WorldWideScience

Sample records for transtorno depressivo maior

  1. Prevalência de transtorno depressivo maior em centro de referência no tratamento de hipertensão arterial Prevalence of major depressive disorders in a reference center for the treatment of hypertension

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Francisco do Amaral

    2007-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a prevalência de transtorno depressivo maior em pacientes hipertensos matriculados em um centro de referência universitário para tratamento de hipertensão arterial e fatores de risco cardiovascular. MÉTODOS: Estudo transversal, descritivo, em amostra aleatória representativa, obtida de forma sistemática, de pacientes em atendimento contínuo na Liga de Hipertensão Arterial da Universidade Federal de Goiás. Aplicou-se o Inventário de Depressão de Beck para rastreamento de sintomas depressivos e a Entrevista Estruturada para o Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais - Transtornos do Eixo I para avaliação diagnóstica de transtorno depressivo maior. Foram constituídos um grupo com pacientes portadores de depressão maior, denominado grupo-estudo, e um grupo com pacientes não-portadores de depressão maior, denominado grupo-controle. Avaliou-se variáveis sociodemográficas, pressão arterial e bioquímica sangüínea no momento da coleta de dados. RESULTADOS: Foram entrevistados 285 pacientes, tendo sido encontrada prevalência de 20% de depressão maior na população investigada. A idade média foi significativamente menor para o grupo-estudo, com predomínio do sexo feminino. A prática de atividade física regular foi também significativamente menor entre os pacientes do grupo-estudo, que também apresentaram valores mais elevados de pressão arterial diastólica e de colesterolemia. CONCLUSÕES: Foi encontrada uma prevalência de transtorno depressivo maior em pacientes hipertensos superior àquela encontrada na população geral. Isso aponta para uma necessidade de maior atenção ao diagnóstico dos transtornos depressivos em pacientes hipertensos em atendimento primário e ambulatorial.OBJECTIVE: To investigate the prevalence of major depression disorders in hypertensive patients enrolled in a university reference center for treatment of hypertension and other cardiovascular risk

  2. O papel do transtorno depresssivo maior no transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) em adultos

    OpenAIRE

    Aline Gonçalves Fischer

    2006-01-01

    Há poucos estudos voltados para a heterogeneidade do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) em adultos, apesar de ser um transtorno psiquiátrico comum. As freqüentes associações do TDAH com outros problemas psiquiátricos aumentam a sua morbidade. Dentre essas comorbidades, destacase o transtorno depressivo maior (TDM), que além de ser freqüente influencia o impacto e a abordagem terapêutica do TDAH. Foram avaliados 320 adultos em atendimento ambulatorial para TDAH. O diagnósti...

  3. Comparison of demographic and clinical characteristics between children and adolescents with major depressive disorder Comparação de características demográficas e clínicas entre crianças e adolescentes com transtorno depressivo maior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lee Fu-I

    2008-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To compare clinical characteristics of major depressive disorder symptoms between children and adolescents. METHOD: The subjects were 58 patients of a Child and Adolescent Affective Disorder Clinic consecutively admitted during a six-month period. Children aged 5-9 years old and adolescents from 10-17 years old currently meeting DSM-IV criteria diagnosis of major depressive disorder were chosen. Current MDD diagnosis and depressive psychopathology were assessed by a clinical interview and the Diagnostic Interview for Children and Adolescents-DSM-IV version. The Children’s Depression Rating Scale-Revised Version and the Children Global Assessment Scale rated the severity and global functioning of major depressive disorder. RESULTS: The most common depressive symptoms were: anhedonia (72.4%, depressed mood (72.4%, decreased concentration (62.1%, and irritability (58.6%. The intensity of depressive episodes of this sample ranged from mild to moderate. Fifty percent reported thoughts of death, and 29.3% presented a variety of psychotic symptoms. When compared with children, adolescents reported a significantly more depressed mood (p = 0.043, lower self-esteem (p = 0.002, and had more difficulty concentrating (p = 0.020. Female adolescents had lower self-esteem (p = 0.003, and male adolescents showed more decreased concentration (p = 0.016. CONCLUSION: This study suggests that age and gender differences might influence the clinical presentation of major depressive disorder in children and adolescents. Further studies with larger samples are needed.OBJETIVO: Comparar as características clínicas de transtorno depressivo maior entre crianças e adolescentes. MÉTODO: Amostra constituída de 58 sujeitos admitidos consecutivamente em um serviço especializado em transtornos do humor na infância e adolescência durante um período de 6 meses. Foram considerados crianças sujeitos com idade entre 5 e 9 anos, e adolescentes aqueles com idade

  4. Associação entre Transtorno Disfórico Pré-menstrual e Transtornos Depressivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Laura Nogueira Pires

    1999-06-01

    Full Text Available O Transtorno Disfórico Pré-menstrual (TDPM é caracterizado por uma constelação de sintomas emocionais e alterações comportamentais, que se manifesta com um padrão temporal cíclico em associação com o período pré-menstrual. A validade de uma categoria diagnóstica psiquiátrica distinta para TDPM ainda é uma questão controversa. Entretanto, inúmeros estudos têm documentado uma associação específica entre mudanças pré-menstruais e transtornos depressivos. A presente revisão tem como objetivo sintetizar os resultados a respeito da semelhança dos sintomas depressivos no TDPM e nos transtornos depressivos, co-morbidade, história familiar e variáveis biológicas. Evidências de que os sintomas pré-menstruais seriam expressão de vulnerabilidade ao desenvolvimento de estados disfóricos (depressão e ansiedade, assim como as implicações diagnósticas dessa proposta são comentados.Premenstrual Dysphoric Disorder (PMDD is characterised by a myriad of emotional symptoms and behavioural alterations, which occur with a cyclic temporal pattern associated with the pre-menstrual period. The validity of an isolated psychiatric diagnostic category for PMDD remains controversial. However, research results have been showing a specific association between pre-menstrual changes and depressive disorder. The present review has as objective to sintethise the results on similarity between depressive symptoms in PMDD and in the depressive disorders, comorbidity, family history and biological variables. Evidences suggesting that the pre-menstrual symptoms would be expression of a vulnerability to the development of dysphoric states (depression and anxiety as well as diagnostic implications of such proposals are discussed.

  5. Transtornos de humor e de ansiedade comórbidos em vítimas de violência com transtorno do estresse pós-traumático

    OpenAIRE

    Quarantini, Lucas de Castro; Rodrigues Netto, Liana; Nascimento, Mônica Andrade; Almeida, Amanda Cristina Galvão Oliveira de; Sampaio, Aline S.; Miranda-Scippa, Angela; Bressan, Rodrigo Affonseca; Koenen, Karestan C.

    2009-01-01

    P. 66-76. OBJETIVO: Buscar estudos que avaliem a comorbidade entre transtorno de estresse pós-traumático e transtornos do humor, bem como entre transtorno de estresse pós-traumático e outros transtornos de ansiedade. MÉTODO: Revisamos a base de dados do Medline em busca de estudos publicados em inglês até abril de 2009, com as seguintes palavras-chave: "transtorno de estresse pós-traumático", "TEPT", "transtorno de humor", "transtorno depressivo maior", "depressão maior", "transtorno bi...

  6. Transtornos de humor e de ansiedade comórbidos em vítimas de violência com transtorno do estresse pós-traumático

    OpenAIRE

    Quarantini,Lucas C.; Netto,Liana R.; Andrade-Nascimento,Monica; Almeida,Amanda Galvão-de; Sampaio,Aline S.; Miranda-Scippa,Angela; Bressan,Rodrigo A.; Koenen,Karestan C.

    2009-01-01

    OBJETIVO: Buscar estudos que avaliem a comorbidade entre transtorno de estresse pós-traumático e transtornos do humor, bem como entre transtorno de estresse pós-traumático e outros transtornos de ansiedade. MÉTODO: Revisamos a base de dados do Medline em busca de estudos publicados em inglês até abril de 2009, com as seguintes palavras-chave: "transtorno de estresse pós-traumático", "TEPT", "transtorno de humor", "transtorno depressivo maior", "depressão maior", "transtorno bipolar", "distimi...

  7. N-acetylcysteine for major depressive episodes in bipolar disorder N-acetilcisteína para o tratamento de episódios de depressão maior no transtorno bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro V Magalhães

    2011-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: In this report, we aimed to evaluate the effect of add-on N-acetylcysteine (NAC on depressive symptoms and functional outcomes in bipolar disorder. To that end, we conducted a secondary analysis of all patients meeting full criteria for a depressive episode in a placebo controlled trial of adjunctive NAC for bipolar disorder. METHOD: Twenty-four week randomised clinical trial comparing adjunctive NAC and placebo in individuals with bipolar disorder experiencing major depressive episodes. Symptomatic and functional outcome data were collected over the study period. RESULTS: Seventeen participants were available for this report. Very large effect sizes in favor of NAC were found for depressive symptoms and functional outcomes at endpoint. Eight of the ten participants on NAC had a treatment response at endpoint; the same was true for only one of the seven participants allocated to placebo. DISCUSSION: These results indicate that adjunctive NAC may be useful for major depressive episodes in bipolar disorder. Further studies designed to confirm this hypothesis are necessary.OBJETIVO: Neste relato, avaliamos o efeito da N-acetilcisteína (NAC adjuvante em sintomas depressivos e desfechos funcionais no transtorno bipolar. Para isso, conduzimos uma análise secundária de todos os pacientes com critérios diagnósticos para um episódio depressivo em um ensaio clínico randomizado comparando NAC adjuvante com placebo no transtorno bipolar. MÉTODO: Ensaio clínico randomizado comparando NAC adjuvante com placebo para episódios depressivos no transtorno bipolar durante 24 semanas. Desfechos funcionais e sintomáticos foram coletados no período. RESULTADOS: Dezessete participantes estavam disponíveis para esta análise. Tamanhos de efeito grandes foram encontrados para sintomas depressivos e desfechos funcionais. Oito dos dez participantes no grupo da NAC tiveram resposta clínica ao fim do tratamento. O mesmo ocorreu em apenas um dos sete

  8. Diretrizes da World Federation of Societies of Biological Psychiatry (WFSBP para tratamento biológico de transtornos depressivos unipolares, 2ª parte: tratamento de manutenção do transtorno depressivo maior e tratamento dos transtornos depressivos crônicos e das depressões subliminares World Federation of Societies of Biological Psychiatry (WFSBP Guidelines for biological treatment of unipolar depressive disorders, part 2: maintenance treatment of major depressive disorder and treatment of chronic depressive disorders and subthreshold depressions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michael Bauer

    2009-01-01

    Full Text Available Estas diretrizes práticas para o tratamento biológico de transtornos depressivos unipolares foram desenvolvidas por uma Força-Tarefa internacional da Federação Mundial de Sociedades de Psiquiatria Biológica (WFSBP. O objetivo ao desenvolver tais diretrizes foi rever sistematicamente todas as evidências existentes referentes ao tratamento de transtornos depressivos unipolares e produzir uma série de recomendações práticas com significado clínico e científico, baseadas nas evidências existentes. Têm como objetivo seu uso por todos os médicos que atendam e tratem pacientes com essas afecções. Os dados usados para o desenvolvimento das diretrizes foram extraídos primariamente de várias diretrizes e painéis nacionais de tratamento para transtornos depressivos, bem como de metanálises e revisões sobre a eficácia dos antidepressivos e outras intervenções de tratamento biológico identificadas por uma busca no banco de dados MEDLINE e Cochrane Library. A literatura identificada foi avaliada quanto à força das evidências sobre sua eficácia e, então, categorizada em quatro níveis de evidências (A a D. Esta primeira parte das diretrizes abrange definição, classificação, epidemiologia e evolução dos transtornos depressivos unipolares, bem como tratamento das fases aguda e de manutenção. As diretrizes se referem primariamente ao tratamento biológico (incluindo antidepressivos, outros medicamentos psicofarmacológicos e hormonais, eletroconvulsoterapia, fototerapia, estratégias terapêuticas complementares e novas de adultos jovens e também, embora em menor grau, de crianças, adolescentes e adultos idosos.These practice guidelines for the biological treatment of unipolar depressive disorders were developed by an international Task Force of the World Federation of Societies of Biological Psychiatry (WFSBP. The goal for developing these guidelines was to systematically review all available evidence pertaining to the

  9. The influence of the comorbidity between depression and alcohol use disorder on suicidal behaviors in the São Paulo Epidemiologic Catchment Area Study, Brazil Influência da comorbidade entre depressão e transtornos por uso de álcool nos comportamentos suicidas no Estudo de Área de Captação de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Mendonça Coêlho

    2010-12-01

    comportamentos relacionados ao suicídio ("pensamentos de morte", "desejo de morte", "pensamentos suicidas", e "tentativas de suicídio" e a comorbidade entre transtornos depressivos (episódio depressivo maior ou distimia e transtornos por uso de álcool ou substâncias. MÉTODO: 1.464 sujeitos foram entrevistados em seus domicílios com o CIDI para gerar diagnósticos DSM-III-R. Estatística descritiva demonstrou a prevalência de cognições e comportamentos relacionados ao suicídio pelas variáveis sociodemográficas e diagnósticos considerados (episódio depressivo maior, distimia, transtornos por uso de álcool ou substâncias. Realizamos também análises de regressão logística multivariada para estimar o efeito da comorbidade entre episódio depressivo maior/distimia e transtornos por uso de álcool ou substâncias em cognições e comportamentos relacionados ao suicídio. RESULTADOS: A presença de episódio depressivo maior e distimia foi significativamente associada a cognições e comportamentos relacionados ao suicídio. Em modelos de regressão multivariada, os preditores de cognições e comportamentos relacionados ao suicídio foram episódio depressivo maior (OR range = 2,3-9,2 e distimia (OR range = 5,1-32,6 mesmo na presença de transtornos por uso de álcool (OR range = 2,3-4,0 ou transtornos por uso de substâncias (OR range = 2,7-2,8. O efeito de interação foi observado entre episódio depressivo maior e transtornos por uso de álcool, bem como entre gênero e distimia. Transtornos por uso de álcool foi excluído da maioria dos modelos. CONCLUSÃO: A presença de episódio depressivo maior e distimia influencia os CCS, independentemente da presença de transtornos por uso de álcool ou substâncias. Contudo, transtornos por uso de álcool e gênero interagem com os transtornos depressivos, demonstrando um efeito diferencial em cognições e comportamentos relacionados ao suicídio.

  10. Distimia: características históricas e nosológicas e sua relação com transtorno depressivo maior Distimia: características históricas y nosológicas y su relación con el trastorno depresivo mayor Dysthymia: historical/nosological characteristics and its relationship with major depressive disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Spanemberg

    2004-12-01

    Full Text Available Transtorno distímico é uma forma crônica e incapacitante de depressão, ocorrendo em uma parcela substancial da população (3 a 6% e aumentando os riscos de transtorno depressivo maior. Ela é associada a consideráveis incapacitações e elevada comorbidade. O status nosológico da distimia tem despertado consideráveis controvérsias ao longo das décadas passadas, sendo que algumas investigações a consideraram como um transtorno do humor e outras como um transtorno de personalidade. Classificada na nosografia atual entre os transtornos de humor, a distimia é hoje uma entidade tratável e que precisa receber maior atenção em virtude de sua morbidade. Este artigo revisa os principais aspectos históricos da distimia, suas características nosológicas, subtipos e sua relação com transtorno depressivo maior. Ao final, concluímos que novos estudos são necessários para a validação do conceito de distimia e do espectro de depressões crônicas, para uma melhor compreensão etiológica e para uma terapêutica baseada em evidências.El trastorno distímico es una forma crónica e incapacitante de depresión, que ocurre en una parcela significativa de la población (3 a 6% y aumenta los riesgos de trastorno depresivo mayor. Está asociada a incapacitaciones considerables y elevada comorbilidad. El status nosológico de la distimia viene provocando muchas controversias a lo largo de las décadas pasadas, siendo que algunas investigaciones la consideraron como siendo un trastorno del humor y otras como un trastorno de personalidad. La nosografía actual la clasifica entre los trastornos del humor, siendo hoy una entidad tratable y que necesita de más atención a causa de su morbilidad. Este artículo revisa los principales aspectos históricos de la distimia, sus características nosológicas, subtipos y su relación con el trastorno depresivo mayor. Al final, concluimos que se necesita de nuevos estudios para validar el concepto de

  11. Fluvoxamina no transtorno depressivo maior: um estudo multicêntrico aberto Fluvoxamine in the treatment of major depressive disorder: an open multicentric study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Alberto Del Porto

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho estudou a eficácia e a tolerabilidade da fluvoxamina no tratamento, de forma aberta, sem comparação com placebo ou outros agentes, por 6 semanas, de pacientes com o diagnóstico de transtorno depressivo maior (TDM. Constitui-se em objetivo secundário do estudo avaliar os efeitos da fluvoxamina sobre o sono dos pacientes. MÉTODOS: Foram incluídos 104 pacientes, maiores de 18 anos, com o diagnóstico de TDM, de acordo com os critérios do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, 4ª edição (DSM-IV, e com escores, na Escala de Hamilton para Depressão, versão de 17 itens (HAM-D 17, de 17 pontos ou mais. Avaliou-se a eficácia da fluvoxamina por meio das Escalas HAM-D 17 e da CGI (Impressão Clínica Global. A análise dos itens 4, 5 e 6 da HAM-D 17 foi utilizada para a avaliação do sono dos pacientes. Avaliaram-se a segurança e a tolerabilidade da fluvoxamina ao longo das 6 semanas, registrando-se quaisquer eventos adversos. A fluvoxamina foi inicialmente ministrada em doses de 50 ou 100 mg/dia, podendo haver aumentos progressivos até 300 mg/dia. RESULTADOS: Dos 104 pacientes incluídos, 81 (78% concluíram o estudo. Obtiveram resposta favorável (diminuição de 50% ou mais na HAM-D 17 69% dos pacientes, e a taxa de remissão (HAM-D 17 OBJECTIVE: This research studied the efficacy and tolerability of fluvoxamine in the treatment of major depressive disorder (MDD, during 6 weeks, in an open trial, without placebo or active comparator. A secondary objective was the evaluation of the effects of fluvoxamine on the sleep of the pacients. METHODS: 104 patients were inicially included, with the diagnosis of MDD in accordance to the criteria of the Diagnostic and Statistical Manual for Mental Disorders, 4th edition (DSM-IV. Patients should have scores > 17 in the Hamilton Depression Scale for Depression 17 itens (HAM-D 17. The efficacy of fluvoxamine was studied through the HAM-D 17 and CGI (Clinical

  12. Transtornos de humor e de ansiedade comórbidos em vítimas de violência com transtorno do estresse pós-traumático Comorbid mood and anxiety disorders in victims of violence with posttraumatic stress disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas C. Quarantini

    2009-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Buscar estudos que avaliem a comorbidade entre transtorno de estresse pós-traumático e transtornos do humor, bem como entre transtorno de estresse pós-traumático e outros transtornos de ansiedade. MÉTODO: Revisamos a base de dados do Medline em busca de estudos publicados em inglês até abril de 2009, com as seguintes palavras-chave: "transtorno de estresse pós-traumático", "TEPT", "transtorno de humor", "transtorno depressivo maior", "depressão maior", "transtorno bipolar", "distimia", "transtorno de ansiedade", "transtorno de ansiedade generalizada", agorafobia", "transtorno obsessivo-compulsivo", "transtorno de pânico", "fobia social" e "comorbidade". RESULTADOS: Depressão maior é uma das condições comórbidas mais frequentes em indivíduos com transtorno de estresse pós-traumático, mas eles também apresentam transtorno bipolar e outros transtornos ansiosos. Essas comorbidades impõem um prejuízo clínico adicional e comprometem a qualidade de vida desses indivíduos. Comportamento suicida em pacientes com transtorno de estresse pós-traumático, com ou sem depressão maior comórbida, é também uma questão relevante, e sintomas depressivos mediam a gravidade da dor em sujeitos com transtorno de estresse pós-traumático e dor crônica. CONCLUSÃO: Os estudos disponíveis sugerem que pacientes com transtorno de estresse pós-traumático têm um risco maior de desenvolver transtornos afetivos e, por outro lado, transtornos afetivos pré-existentes aumentam a propensão ao transtorno de estresse pós-traumático após eventos traumáticos. Além disso, vulnerabilidades genéticas em comum podem ajudar a explicar esse padrão de comorbidades. No entanto, diante dos poucos estudos encontrados, mais trabalhos são necessários para avaliar adequadamente essas comorbidades e suas implicações clínicas e terapêuticas.OBJECTIVE: To review studies that have evaluated the comorbidity between posttraumatic stress

  13. Transtorno depressivo maior: avaliação da aptidão motora e da atenção Major depressive disorder: motor aptitude and attention evaluation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naiana Machado

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a aptidão motora geral e específica e a atenção em pacientes com transtorno depressivo maior (TDM. MÉTODOS: Dezesseis mulheres hospitalizadas responderam a uma Entrevista Sociodemográfica e Clínica e foram avaliadas através do Teste de Trilhas e Escala Motora para Terceira Idade (EMTI. RESULTADOS: A média de idade foi 38,63 anos e a do primeiro diagnóstico 32,81 anos; com renda familiar baixa. Na avaliação da aptidão motora geral, 56,25% das pacientes deste estudo foram classificadas como "abaixo da média", 37,5% como "normal médio" e 6,25%, "normal alto". As variáveis "motricidade global" e "organização temporal" obtiveram classificação "inferior". A amostra apresentou maior tempo de execução nos testes de atenção em relação aos valores de referência e um pior desempenho com o aumento da idade. E quanto maior o tempo para a realização do Teste de Trilhas, pior foi o desempenho na EMTI. CONCLUSÕES: Na maioria das pacientes, a aptidão motora geral, motricidade global e organização temporal encontram-se abaixo da média. Verificou-se a existência de disfunções e influência da idade no nível da atenção, e ainda a existência de relação entre os déficits atencional e motor. Quanto mais baixo o nível de atenção, pior é a aptidão motora.OBJECTIVE: To evaluate the general and specific motor aptitude and attention in patients with major depressive disorder (MDD. METHODS: Sixteen women admitted in a psychiatric hospital answered to a clinic and socio-demographic interview. For the evaluation it was used the Motor Scale for the Elderly (Escala Motora para Terceira Idade - EMTI and the Trail Making Test (TMT. RESULTS: The average age of women was 38,63 years old, and the first diagnostic was made on average of 32,81 years old; they also have a low family income. At the general motor aptitude, 56,25% of the patients were classified as "below average", 37,5% as "normal medium" and 6,25% as

  14. Impacto dos transtornos depressivos e ansiosos sobre as manifestações da menopausa Impact of depressive and anxiety disorders over menopause manifestations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andre Barciela Veras

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar, pela primeira vez, em uma amostra ambulatorial brasileira, o impacto dos diagnósticos psiquiátricos sobre os sintomas da menopausa presentes no índice de menopausa de Blatt-Kupperman (B-K. MÉTODOS: Avaliamos consecutivamente, através do instrumento diagnóstico estruturado MINI 4.4 e da entrevista psiquiátrica tradicional, mulheres (n = 86 em atendimento no ambulatório de menopausa do Instituto de Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. As pacientes incluídas no estudo (n = 48 foram avaliadas pela escala B-K até 6 meses antes ou depois da entrevista pelo MINI e divididas em dois grupos: o grupo com algum transtorno depressivo-ansioso (GTDA (n = 26 e o grupo-controle (GC (n = 22. RESULTADOS: O GTDA apresentou uma pontuação significativamente maior do que o GC na escala de B-K (22,6 versus 13,7. Entre os sintomas significativamente mais intensos no GTDA estão parestesia e melancolia. Além disso, observamos que as pacientes do GTDA queixavam-se de um maior número de sintomas do que as pacientes do GC (6,8 vs. 4,8. Entre os sintomas significativamente mais relatados no GTDA, estão parestesia, fraqueza e melancolia. CONCLUSÃO: Apesar da limitação da pequena amostra, pudemos observar o significativo viés dos transtornos depressivos e ansiosos sobre as pacientes em tratamento por queixas referentes à menopausa. Por esse motivo, o perfil sintomático de cada paciente deve ser sempre observado, evitando o ginecologista basear-se na intensidade global dos sintomas do B-K para decidir sobre o tratamento.OBJECTIVE: To establish for the first time in a Brazilian outpatient sample the impact of depressive and anxiety disorders over the symptoms of the Blatt-Kupperman menopausal index (B-K. METHODS: Women (n = 86 receiving care in the menopause clinic at Instituto de Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro were consecutively assessed using a structured diagnostic instrument (MINI 4.4 and a

  15. Relato de caso: transtorno afetivo bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Von Krakauer Hübner

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: O transtorno afetivo bipolar (TAB é uma doença crônica e grave, marcada pela variância de episódios depressivos com episódios de mania ou hipomania, podendo haver sintomas psicóticos. É classificado em dois tipos, I e II. Sua etiologia é desconhecida, mas supõe-se que envolva influências genéticas e ambientais, variando a cada indivíduo afetado. As apresentações clínicas do TAB podem variar de episódios leves de depressão ou hipomania até episódios depressivos graves ou mania acompanhados ou não de sintomas psicóticos. Objetivos: Relatar o caso de um paciente internado na enfermaria da psiquiatria do Conjunto Hospitalar de Sorocaba que foi diagnosticado com TAB. Metodologia: As informações foram obtidas por meio de revisão do prontuário, entrevista com o paciente e revisão da literatura. Relato de Caso: Homem de 20 anos encaminhado do serviço hospitalar de Itapetininga após alteração de comportamento, heteroagressividade e alucinações auditivas. Conclusões: Transtorno depressivo maior, de ansiedade generalizada, de estresse pós-traumático e esquizofrenia são diagnósticos diferenciais. O episódio maníaco provoca prejuízo no funcionamento social, profissional e até necessidade de hospitalização. O risco de suicídio em pessoas com TAB é estimado em pelo menos 15 vezes o da população em geral. A taxa de não adesão ao tratamento no TAB é de 47%. A conduta terapêutica medicamentosa mais eficaz para a mania é a associação do carbonato de lítio com risperidona, já para a depressão bipolar o carbonato de lítio é a primeira escolha.

  16. Absenteísmo por transtornos mentais em trabalhadores de saúde em um hospital no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leni de Lima Santana

    Full Text Available RESUMO Objetivo Descrever o perfil de adoecimento por transtornos mentais e comportamentais em trabalhadores de saúde de um hospital de ensino no sul do Brasil. Métodos pesquisa quantitativa, epidemiológica transversal retrospectiva cuja coleta de dados ocorreu por meio de documentos institucionais utilizados para alimentar o Sistema de Monitoramento da Saúde do Trabalhador de Enfermagem e envolveu todos os afastamentos ocorridos em 2011. Resultados Foram contabilizados 55 registros de afastamentos por Transtornos Mentais e Comportamentais que totalizaram 317 dias de absenteísmo. Os Técnicos de Enfermagem foram os profissionais mais afastados com o equivalente a 29,09% dos registros. As Unidades de Terapia Intensiva representaram os setores com o maior número de dias de absenteísmo, totalizando 81% e os Episódios depressivos obtiveram a frequência mais significativa, 52,72% dos transtornos mentais. Conclusão Os resultados evidenciaram que os transtornos mentais em trabalhadores de saúde constituem uma realidade preocupante que necessitam urgentemente de intervenções.

  17. Relato de caso: transtorno afetivo bipolar

    OpenAIRE

    Carlos Von Krakauer Hübner; Edson Vinicius Milanello; Maria Fernanda Moro Barbieri; Marcelo Ricardo de Oliveira Barcelos; Lucas Augusto Ayres Ribas

    2016-01-01

    Introdução: O transtorno afetivo bipolar (TAB) é uma doença crônica e grave, marcada pela variância de episódios depressivos com episódios de mania ou hipomania, podendo haver sintomas psicóticos. É classificado em dois tipos, I e II. Sua etiologia é desconhecida, mas supõe-se que envolva influências genéticas e ambientais, variando a cada indivíduo afetado. As apresentações clínicas do TAB podem variar de episódios leves de depressão ou hipomania até episódios depressivos graves ou mania aco...

  18. Comorbid anxiety and depression disorders in patients with chronic pain Transtornos ansiosos e depressivos em pacientes com dor crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha Castro

    2009-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To evaluate the frequency of anxiety and depression disorders in patients with chronic pain. METHOD: Patients receiving care at the pain clinic of the Federal University of Bahia between February 2003 and November 2006. The MINI PLUS - Mini International Neuropsychiatric Interview was used to evaluate the patients and establish psychiatric diagnoses. RESULTS: 400 patients were evaluated mean age was 45.6±11.37 years; 82.8% were female, 17.3% male; 48.5% were married; 55.1% were Catholics; and 40.5% had only high school education. Of these 29.9% reported intense pain and 70.8% reported suffering pain daily. The most frequent medical diagnosis was herniated disc (24.5%, and 48.5% of patients had been undergoing treatment at the pain clinic for less than 3 months. Comorbidities found were depressive episodes (42%, dysthymia (54%, social phobia (36.5%, agoraphobia (8.5% and panic disorder (7.3%. CONCLUSION: Psychiatric comorbidities are prevalent in patients suffering chronic pain.OBJETIVO: Avaliar a freqüência de transtornos ansiosos e depressivos em pacientes com dor crônica. MÉTODO: Os pacientes foram avaliados na clínica da dor da Universidade Federal da Bahia entre fevereiro 2003 e novembro 2006. O Mini-plus - entrevista neuropsiquiátrica internacional foi usado para estabelecer diagnósticos psiquiátricos nos pacientes. RESULTADOS: Foram avaliados 400 pacientes com idade média de 45,6±11,37 anos; 82,8% eram mulheres, homens 17,3%; 48,5% eram casados; 55,1% católicos; e 40,5% concluíram o segundo grau, 29,9% relataram dor intensa e 70,8% relataram sentir dor diariamente. O diagnóstico médico o mais freqüente foi hérnia de disco (24,5%, e 48,5% dos pacientes submeteu-se ao tratamento na clínica da dor por menos de 3 meses. Comorbidades encontradas foram episódios depressivos (42%, distimia (54%, fobia social (36,5%, agorafobia (8,5% e transtorno de pânico (7,3%. CONCLUSÃO: Comorbidades psiquiátricas s

  19. Reliability and validity of a Brazilian version of the Hypomania Checklist (HCL-32 compared to the Mood Disorder Questionnaire (MDQ Confiabilidade e validação da versão brasileira do Questionário de Hipomania (HCL-32 VB comparado ao Questionário de Transtornos de Humor (MDQ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Odeilton Tadeu Soares

    2010-12-01

    transtorno bipolar muitas vezes não é reconhecido e deixa de ser tratado adequadamente. O diagnóstico de episódios atuais ou passados é importante, a fim de aumentar a certeza diagnóstica. O Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32 é um questionário autoaplicável para o rastreamento desses episódios. Como parte do desenvolvimento em vários idiomas do Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32, nós objetivamos validar a versão brasileira e comparar suas propriedades psicométricas com o Questionário de Transtornos do Humor. MÉTODO: Em uma unidade especializada em transtornos do humor foram selecionados pacientes ambulatoriais adultos com transtorno bipolar I (n = 37, transtorno bipolar II (N = 44 e transtorno depressivo maior (N = 42 de acordo com a DSM-IV-TR, utilizando uma versão modificada do SCID. Analisou-se a consistência interna e capacidade discriminativa do Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32 versão brasileira comparada ao Questionário de Transtornos do Humor. RESULTADOS: A consistência interna do Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32 versão brasileira é boa, com alfa de Cronbach 0,86. Um escore de 18 ou mais no Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32 versão brasileira distingue entre o transtorno bipolar e o transtorno depressivo maior com uma sensibilidade de 0,75 e especificidade de 0,58, e para o Questionário de Transtornos do Humor, para um escore de 7 ou mais, de 0,70 e 0,58, respectivamente. O Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32 mostrou uma estrutura caracterizada pela predominância de dois fatores (ativação/elação e irritabilidade/correr riscos. Assim, o Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32 versão brasileira tem maior sensibilidade, mas a mesma especificidade que o Questionário de Transtornos do Humor. CONCLUSÃO: A versão brasileira do Questionário de Autoavaliação de Hipomania-32 possui propriedades psicométricas adequadas e ajuda a discriminar o

  20. Síndrome de Cotard asociado a Trastorno Depresivo Mayor con síntomas catatónicos. Informe de caso / Cotard Syndrome Associated to Major Depressive Disorder with Catatonic Symptoms. Case report / Síndrome de Cotard associada ao transtorno depressivo maior com sintomas catatônicos. Relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Mauricio Torrado-Arenas

    2015-07-01

    -Higuera SM, Zabala-Arias LM, Niño-García JA. Cotard’s syndrome associated to major depressive disorder with catatonic symptoms. Case report. MedUNAB 2016;18(1: 76-80]. Introdução: A catatonia é uma síndrome neuropsiquiátrica com posturas anormais, silêncio e estupor. A Colômbia tem uma prevalência de 11,4% de pacientes psiquiátricos. Objetivo: Discutir o caso clínico de uma mulher de 34 anos com uma história de transtorno depressivo maior que chega ao departamento de emergência com delírios niilistas e os sintomas catatônicos. Relato de caso: Foi relatado o caso de uma jovem adulta com transtorno depressivo maior e sintomas psicóticos que tinha sido hospitalizada nove meses antes, a quem deram alta com tratamento medicamentoso que ela não se lembrava. A paciente chegou ao pronto socorro do Hospital Universitário de Santander, apresentando três dias de um comportamento incomum, mutismo e negativismo. Exames laboratoriais e tomografia do crânio normal. O tratamento foi iniciado com uma benzodiacepina que a remeteu aos sintomas catatônicos. Posteriormente demonstrou anedonia, tristeza e delírios niilistas; considerou-se que seu estado correspondia a uma recorrência de episódio depressivo, começado nove meses antes, relacionado com a síndrome de Cotard. Gradualmente a paciente foi medicada com sertralina de 150,0 mg a 5,0 mg e olanzapina de 5.0 mg, obtendo a remissão dos sintomas afetivos e psicóticos. Discussão: A desordem afetiva é a causa mais comum de catatonia. Há relatos semelhantes, embora poucos onde coexistam os três sintomas; este é o primeiro caso relatado no Hospital Universitário de Santander, com prévio consentimento informado. Conclusões: É incomum para uma pessoa deprimida ter delírios de negação e sintomas catatônicos simultaneamente, de modo que este caso, por ser único, gera novidade para a literatura. No caso, os sintomas catatônicos dificultam a exploração de outras esferas mentais e podem ser considerados

  1. Significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em serviço de saúde público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Martin

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo de caráter etnográfico foi analisar o significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em um Núcleo de Atenção Psicossocial do município de Santos, São Paulo, Brasil. Foram identificados, neste contexto: o tratamento da depressão no serviço (do encaminhamento ao atendimento, as noções de doença elaboradas pelas mulheres e o consumo de medicamentos. Ficaram evidentes: a banalização da depressão, a importância do psiquiatra e do uso de antidepressivos e ansiolíticos no tratamento. Os padrões encontrados de consumo dos medicamentos pelas mulheres sugerem a ocorrência de uma "toxicomania medicamentosa". O uso de medicamentos, além da ação farmacológica, possui uma ação simbólica, no sentido de conforto e cuidado. O trabalho aponta para a necessidade de se articularem o significado das experiências das mulheres e as abordagens terapêuticas da depressão na construção das políticas públicas de saúde mental.

  2. Comparação entre a prevalência de transtornos mentais em pacientes obesos e com sobrepeso = Comparison between the prevalence of mental disorders in obese and overweight patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verdolin, Louise Deluiz

    2012-01-01

    Conclusões: Transtornos ansiosos foram mais prevalentes em pacientes obesos quando comparados aos pacientes com sobrepeso, alguns transtornos psíquicos associaram-se a obesidade grave e transtornos depressivos foram mais prevalentes em pacientes com circunferência da cintura muito aumentada. Estes resultados reafirmam a importância de considerar a abordagem psiquiátrica no manejo clínico da obesidade

  3. Transtorno de estresse pós-traumático e depressão maior Posttraumatic stress disorder and major depression

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo T Berlim

    2003-06-01

    Full Text Available Estudos epidemiológicos indicam, claramente, que o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT está se tornando um importante problema de saúde em termos globais, ainda que continue sendo pouco diagnosticado e tratado de forma inapropriada. O TEPT comumente ocorre em comorbidade com outros transtornos psiquiátricos, especialmente com a depressão maior. Entretanto, a relação entre esses transtornos e o tratamento dessa complexa entidade clínica apenas recentemente passou a receber atenção da literatura especializada. Alguns autores argumentaram que elas são duas entidades distintas, enquanto outros defenderam a hipótese de que a alta prevalência dessa comorbidade pode representar um artefato derivado dos critérios diagnósticos atualmente utilizados. Com relação ao tratamento do TEPT comórbido com depressão maior, os dados disponíveis na literatura são insuficientes e não apontam para nenhuma abordagem específica, embora alguns ensaios clínicos pequenos tenham relatado a utilidade da combinação de inibidores seletivos da recaptação da serotonina com terapia cognitiva.Epidemiological studies clearly indicate that posttraumatic stress disorder (PTSD is becoming a major health concern worldwide even if still poorly recognized and not well treated. PTSD commonly co-occurs with other psychiatric disorder, especially with major depression. However, the relationship between these disorders and the treatment of this complex clinical entity are only now being addressed in the specialized literature. Some authors argued that they are two distinct entities, whereas others defended the hypothesis that the high prevalence of this comorbidity may represent an artifact derived from the diagnostic criteria currently used. Regarding the treatment of PSTD comorbid with major depression, the available data from controlled studies are insufficient to point out for a specific approach, although some small trials reported the usefulness of

  4. Modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: O objetivo foi construir um modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino. Participaram 1.358 adolescentes de quatro cidades. Foram avaliados os comportamentos de risco para os transtornos alimentares, insatisfação corporal, pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, sintomas depressivos e perfeccionismo por intermédio de escalas psicométricas. Peso, estatura e dobras cutâneas foram aferidos para calcular o índice de massa corporal (IMC e o percentual de gordura (%G. O modelo de equação estrutural explanou 76% da variância dos comportamento de risco (F(9, 1.351 = 74,50; p = 0,001. Os achados indicaram que a insatisfação corporal mediou a relação entre as pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, IMC, %G e os comportamentos de risco (F(9, 1.351 = 59,89; p = 0,001. Vale destacar que embora os sintomas depressivos não tenham se relacionado com a insatisfação corporal, o modelo indicou relação direta com os comportamentos de risco para os transtornos alimentares (F(2, 1.356 = 23,98; p = 0,001. Concluiu-se que somente o perfeccionismo não aderiu ao modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiras.

  5. Análise fatorial de sintomas depressivos e ocorrência de quedas em idosos = Factor analysis of depressive symptoms and occurrence of falls among the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matias, Amanda Gilvani Cordeiro

    2015-01-01

    Conclusões: A prevalência da depressão foi relevante na amostra estudada. A maior carga fatorial foi representada nas dimensões de ansiedade, anedonia, medo, isolamento e apatia. A correlação entre autorrelato de quedas e sintomas depressivos foi significativa. Os dados apontam para a necessidade de maior atenção à saúde mental do idoso e enfatizam a importância de intervenções precoces de rastreamento dos sintomas depressivos visando à adoção de medidas preventivas

  6. Validity and reliability of the Structured Clinical Interview for Mood Spectrum: Brazilian version (SCIMOODS-VB Validade e confiabilidade da versão brasileira da Entrevista Clínica Estruturada para o Espectro do Humor (SCIMOODS-VB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Ratzke

    2011-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The aim of this study was to translate the Structured Clinical Interview for Mood Spectrum into Brazilian Portuguese, measuring its reliability, validity, and defining scores for bipolar disorders. METHOD: Questionnaire was translated (into Brazilian Portuguese and back-translated into English. Sample consisted of 47 subjects with bipolar disorder, 47 with major depressive disorder, 18 with schizophrenia and 22 controls. Inter-rater reliability was tested in 20 subjects with bipolar disorder and MDD. Internal consistency was measured using the Kuder Richardson formula. Forward stepwise discriminant analysis was performed. Scores were compared between groups; manic (M, depressive (D and total (T threshold scores were calculated through receiver operating characteristic (ROC curves. RESULTS: Kuder Richardson coefficients were between 0.86 and 0.94. Intraclass correlation coefficient was 0.96 (CI 95 % 0.93-0.97. Subjects with bipolar disorder had higher M and T, and similar D scores, when compared to major depressive disorder (ANOVA, p OBJETIVO: Traduzir e validar para o português a Entrevista Clínica Estruturada para Distúrbios do Humor, mensurando sua validade, confiabilidade, bem como definindo os escores para transtornos bipolares. MÉTODO: A entrevista foi traduzida (para o português e novamente traduzida para o inglês. A amostra incluiu 47 indivíduos com transtornos bipolares, 47 com transtorno depressivo maior, 18 com esquizofrenia e 22 controles. A confiabilidade entre avaliadores foi testada em 20 indivíduos com transtornos bipolares e transtorno depressivo maior. A consistência interna foi mensurada por meio da fórmula de Kuder Richardson. Análise discriminante foi realizada. Escores dos diversos grupos foram comparados; limiares para mania (M, depressão (D e valores totais foram calculados usando curvas de "receiver operating characteristic" (ROC. RESULTADOS: Coeficientes de Kuder Richardson ficaram entre 0,86 e 0

  7. Episódio depressivo maior, prevalência e impacto sobre qualidade de vida, sono e cognição em octogenários The prevalence of major depression and its impact in the quality of life, sleep patterns and cognitive function in a octogenarian population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio MF Xavier

    2001-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar a prevalência de depressão maior em uma população de sujeitos acima de 80 anos residentes na comunidade, comparar os padrões de sono e a função cognitiva entre controles normais e sujeitos com depressão maior e estimar a freqüência de outros transtornos psiquiátricos entre controles e sujeitos deprimidos. MÉTODOS: De uma população de 219 habitantes com mais de 80 anos, residentes em um município semi-rural no sul do Brasil (município de Veranópolis, RS, selecionou-se uma amostra randômica e representativa de 77 sujeitos (35%. Desse grupo, 5 sujeitos que apresentavam critérios de DSM-IV para depressão maior foram comparados com 50 controles sem diagnóstico de demência, delirium ou qualquer transtorno do humor. Os padrões de sono foram avaliados pelo Índice de Pittsburgh de Qualidade do Sono e por um diário do ciclo sono/vigília completado ao longo de duas semanas. Para a avaliação cognitiva, foram usados 5 testes neuropsicológicos: teste de lembranças seletivas de Buschke-Fuld; teste lista de palavras da bateria do CERAD; teste de fluência verbal; e 2 subtestes da bateria de memória de Wechsler. RESULTADOS: A prevalência de depressão maior foi de 7,5%. Sujeitos com esse diagnóstico, quando comparados a sujeitos do grupo-controle, apresentavam mais freqüentemente comorbidade com transtorno de ansiedade generalizada, usavam mais benzodiazepínicos e tinham uma pior qualidade de vida pela escala "Short-form 36". Os idosos deprimidos, quando comparados aos controles, tinham os mesmos padrões de sono e apresentavam o mesmo desempenho nos testes neuropsicológicos. CONCLUSÃO: Os resultados corroboram o conceito de que episódios depressivos são freqüentes entre idosos com mais de 80 anos, causando impacto sobre a qualidade de vida associada à saúde e cursando comorbidade freqüente com transtorno de ansiedade generalizada. Entre os idosos octogenários residentes na comunidade, a depress

  8. Transtorno de ansiedade generalizada em idosos com oitenta anos ou mais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Xavier Flávio MF

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever a prevalência de transtorno de ansiedade generalizada (TAG em uma população de idosos residentes em uma comunidade e com idade acima de 80 anos e comparar os padrões de sono, a função cognitiva e a taxa de prevalência de outros diagnósticos psiquiátricos entre controles normais e sujeitos com TAG. MÉTODOS: Para o diagnóstico de TAG, foram utilizados os critérios do "Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders" (DSM-IV. Selecionou-se uma amostra randômica e representativa de 77 sujeitos (35%, residentes em uma comunidade, entre todos os idosos com idade acima de 80 anos do município Veranópolis, RS. Os padrões de sono foram aferidos pelo índice de qualidade de sono de Pittsburgh e pelo diário sobre sono/vigília a ser preenchido ao longo de duas semanas. Cinco testes neuropsicológicos foram usados na avaliação cognitiva: teste das lembranças seletivas de Buschke-Fuld; lista de palavras da bateria CERAD (Consortium to Establish a Registry for Alzheimer's Disease; teste de fluência verbal e dois subtestes da escala de memória Wechsler. RESULTADOS: A prevalência estimada de TAG foi de 10,6%, cuja presença estava associada a uma maior ocorrência de depressão clinicamente diagnosticável, com um significativo maior número de sintomas depressivos, quando medidos pela escala de depressão geriátrica, e com uma maior ocorrência de depressão menor. Os padrões de sono e o funcionamento cognitivo, entre sujeitos com TAG, não estavam afetados. A gravidade das doenças físicas não variava entre sujeitos com TAG e os controles normais. A presença de TAG estava associada a um significativo pior padrão de qualidade de vida relativa à saúde. CONCLUSÃO: Em comparação com os estudos prévios, a prevalência de TAG é alta entre a população de idosos mais velhos. Esse transtorno ocorre em freqüente associação com a sintomatologia depressiva e também está associado a um pior padrão de

  9. Prevalência de transtornos psiquiátricos em pacientes em hemodiálise no estado da Bahia Prevalence of psychiatric disorders in patients in hemodialysis in the state of Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jose A. Moura Junior

    2006-01-01

    Full Text Available INRODUÇÃO: Limitações da qualidade de vida dos pacientes com insuficiência renal crônica (IRC em programa de hemodiálise estão associadas a maior prevalência de transtornos psiquiátricos. O diagnóstico precoce e preciso pode contribuir na elaboração de estratégias de tratamento. OBJETIVO: Estudar a prevalência e o padrão dos transtornos psiquiátricos em pacientes hemodialisados, identificando variáveis relacionadas com sua ocorrência. MÉTODOS: Foram estudados 244 pacientes e analisadas as variáveis associadas à ocorrência de transtornos psiquiátricos. Os pacientes foram avaliados através do Mini-International Neuropsychiatric Interview (MINI. RESULTADOS: Pelo menos um diagnóstico psiquiátrico foi apresentado por 91 pacientes (37,3%. Os de ocorrência mais freqüente foram distimia (17,6%, risco de suicídio (16,4% e episódio depressivo maior (8,6%. O sexo feminino apresentou maior risco de transtornos psiquiátricos (razão de chance [RC] = 2,77; intervalo de confiança [IC] 95%: 1,42-5,41. Os pacientes viúvos, separados e solteiros apresentaram maior risco de transtornos psiquiátricos do que os casados (RC= 5,507;IC95%:1,348-22,551. Aqueles com menos de dois anos em diálise apresentaram risco maior (RC = 2,075; IC 95%: 1,026-4,197. Os pacientes com clearance fracional de uréia (Kt/V abaixo de 0,9 tiveram maior chance de apresentar transtornos psiquiátricos (RC = 3,955; IC 95%: 1,069-11,012. CONCLUSÕES: A prevalência de transtornos psiquiátricos foi alta. Os transtornos afetivos foram os mais freqüentes. Nas mulheres e naqueles com Kt/V baixo, o risco foi maior. Nos pacientes casados e naqueles com mais de dois anos em tratamento o risco foi menor.INTRODUCTION: Limiting factors of dialysis patients' quality of life are associated with high rates of psychiatric disease. Since effective treatment of psychiatric diseases can positively affect dialysis patients' prognosis and survival, there is a need for an

  10. Sintomas depressivos e fatores associados em população idosa no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gazalle Fernando Kratz

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar a freqüência de alguns sintomas depressivos em idosos, construir um escore de sintomas depressivos, e avaliar a associação entre a média de sintomas depressivos e variáveis demográficas, socioeconômicas e comportamentais. MÉTODOS: Delineamento transversal de base populacional incluindo indivíduos com 60 anos ou mais residentes na zona urbana da cidade de Pelotas, RS. A amostragem foi realizada em múltiplos estágios, tendo por base os setores censitários do município. Utilizou-se um instrumento com oito sintomas comumente incluídos em questionários e escalas de depressão e específicos de erosão afetiva (forma esta mais comum de manifestação depressiva entre idosos. A análise foi feita por regressão linear múltipla e se baseou em um modelo conceitual de determinação do desfecho. RESULTADOS: Foram entrevistados 583 sujeitos, sendo que o percentual de perdas e recusas foi de 4,7%. A média dos sintomas depressivos por participante foi de 3,4 (dp=2,1. A ausência de disposição para realizar as atividades habituais foi o sintoma mais freqüente (73,9%. Na análise ajustada, os seguintes grupos apresentaram médias estatisticamente maiores (p<0,05 de sintomas depressivos: mulheres, indivíduos mais velhos, com menor escolaridade, sem trabalho remunerado, tabagistas atuais e que tiveram morte de familiar ou pessoa importante no último ano. CONCLUSÕES: Tanto os sintomas depressivos isoladamente quanto a média desses sintomas encontrados na amostra de idosos foram altos, ressaltando a importância da avaliação da sintomatologia específica dos idosos, que parece diferente daquela verificada nos adultos jovens.

  11. Transtorno obsessivo-compulsivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christina Hajaj Gonzalez

    1999-10-01

    Full Text Available O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC é um quadro psiquiátrico caracterizado pela presença de obsessões e compulsões. Sua prevalência é de aproximadamente 2% a 3% na população geral. Os fatores genéticos estão provavelmente implicados na etiologia do transtorno. Os estudos realizados sugerem que há diferentes subtipos de TOC: TOC com história familiar positiva para TOC, TOC "esporádico" e TOC associado com a tiques. Os estudos de gêmeos mostram uma alta concordância de TOC entre gêmeos monozigóticos. Em alguns estudos de famílias observou-se um maior risco para TOC entre os familiares de pacientes com TOC. Os estudos de análise de segregação sugerem o envolvimento de um gene de efeito maior na etiologia do transtorno. Através de estudos moleculares, diferentes grupos de pesquisadores vêm tentando a localizar um possível gene envolvido na etiologia do TOC.Obsessive-compulsive disorder (OCD is a psychiatric condition characterized by the presence of obsessions and compulsions. Its prevalence in the general population is around 2 to 3%. Genetic factors are probably involved in its etiology. Studies suggest there are different subtypes of OCD: OCD with a positive family history of OCD, sporadic OCD, and OCD related to tics. Twin studies show a high concordance rate for monozygotic twins. Some of the family studies observed a higher risk for OCD among relatives of OCD patients. Segregation analysis studies suggest the possible role of a major gene effect in the etiology of the disorder. By means of molecular studies, several investigators have been trying to find a gene involved in the etiology of OCD.

  12. Estilos, traços e transtornos da personalidade: inter-relações e diferenças associadas ao sexo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caballo, Vicente E.

    2009-01-01

    Full Text Available A pesquisa da estrutura básica da personalidade é um tema relevante e nos últimos anos as investigações tem se centrado no modelo dos cincos grandes fatores. Este trabalho investiga as relações que existem entre a personalidade normal e a patológica, e entre as relações dos cinco grandes fatores e os transtornos da personalidade do DSM-IV. A amostra foi de 545 universitários. Os instrumentos utilizados foram o Questionário Big Five, o Questionário exploratório da Personalidade e o Inventário Clínico Multiaxial de Millon-II. Os resultados mostram que três fatores, Extroversão, Estabilidade Emocional e Amabilidade, se relacionam significativamente com alguns transtornos. Os homens pontuaram significativamente mais alto que as mulheres nos fatores como Extroversão, Estabilidade Emocional e em os transtornos Anti-social, Narcisista e Sádico. As mulheres tinham pontuações superiores no fator de Amabilidade e nos transtornos Limítrofe, Dependente e Depressivo. São discutidas as implicações desses resultados para a prática clínica

  13. Depressive symptoms in rheumatoid arthritis Sintomas depressivos em pacientes com artrite reumatoide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Francisco Botequio Mella

    2010-09-01

    TODO: Participaram do estudo 62 pacientes com artrite reumatóide e 60 pacientes com osteoartrite. Foram coletados dados sociodemográficos e clínicos e foram aplicadas as escalas Hospital Anxiety and Depression Scale e Disability Index of the Health Assessment Questionnaire. RESULTADOS: A prevalência dos sintomas depressivos foi 53,2% na artrite reumatóide e 28,3% na osteoartrite (p = 0,005. A prevalência dos sintomas ansiosos foi 48,4% na artrite reumatóide e 50,0% na osteoartrite (p = 0,859. Os valores médios (desvio padrão de Disability Index of the Health Assessment Questionnaire foram 1,4 (0,8 na artrite reumatóide e 1,4 (0,6 na osteoartrite (p = 0,864. Pacientes com artrite reumatóide e sintomas depressivos apresentaram menor nível educacional e maiores níveis de atividade da doença e incapacidade funcional. CONCLUSÃO: Embora ambas as doenças reumatológicas sejam similares em termos de dor e incapacidade funcional, uma prevalência significativamente maior de sintomas depressivos na artrite reumatóide foi encontrada. Essa diferença poderia ser explicada por meio da hipótese de um mecanismo neuroimunobiológico relacionado às citocinas nas doenças inflamatórias, o qual vem sendo considerado candidato para o desenvolvimento de sintomas depressivos.

  14. Transtornos mentais em pacientes portadores de HIV: um estudo de prevalÃncia e fatores associados

    OpenAIRE

    Carolina Saraiva Nunes de Pinho

    2015-01-01

    A associaÃÃo frequente entre transtornos mentais e infecÃÃo pelo VÃrus da ImunodeficiÃncia Humana (HIV) pode relacionar-se aos fatores de risco, a saber: maior exposiÃÃo ao HIV que alguns desses transtornos acarretam; circunstÃncias de vida frequentemente associadas ao diagnÃstico da infecÃÃo; reaÃÃo ao diagnÃstico; a prÃpria infecÃÃo pelo HIV. Objetivou-se neste estudo identificar a prevalÃncia de transtornos mentais (depressÃo, transtorno bipolar, psicose, transtorno de ansiedade generaliza...

  15. Cholesterol levels in panic disorder, generalized anxiety disorder and major depression Níveis de colesterol no transtorno de pânico, transtorno de ansiedade generalizada e depressão maior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ACIOLY L.T. LACERDA

    2000-06-01

    Full Text Available Serum plasma total cholesterol levels were measured in 85 male or female outpatients with panic disorder (PD; N=41, generalized anxiety disorder (GAD; N=23 and major depression (MD; N=21 according to DSM-IV criteria. All the patients had a mean cholesterol level within the normal range; males (N=22 and females (N=63 had approximately the same serum cholesterol levels (p > .05. No significant differences in cholesterol levels emerged between PD, GAD and MD patient groups. Both female PD and female GAD subjects had a mean cholesterol level similar to their male counterparts (p>.05. It is concluded that both Hayward and colleagues and Bajwa et al. findings could not be replicated by our study.Foram medidos os níveis plasmáticos de colesterol total em 85 pacientes ambulatoriais com transtorno de pânico (TP; N = 41, transtorno de ansiedade generalizada (TAG; N = 23 e depressão maior (DM; N = 21, diagnosticados de acordo com os critérios do DSM-IV. O grupo de pacientes apresentou média do nível de colesterol dentro da faixa normal; homens (N = 22 e mulheres (N = 63 tiveram aproximadamente os mesmos níveis séricos de colesterol (p > 0,05. Não foram observadas diferenças nos níveis de colesterol entre os grupos de pacientes com TP, TAG e DM. Mulheres com TP e as com TAG apresentaram média dos níveis de colesterol semelhante aos seus pares masculinos (p > 0,05. Conclui-se que os resultados obtidos por Hayward et al. e por Bajwa et al. não foram replicados neste estudo.

  16. Associação entre comportamento alimentar, consumo de cigarro, drogas e episódios depressivos em adolescentes Association between eating behavior and smoking, use of illicit drugs and depressive episodes in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliany Piazzon Gomes

    2010-10-01

    Full Text Available Objetivo Identificar a prevalência de sintomas de transtornos alimentares em estudantes do sexo feminino matriculadas no ensino fundamental da rede estadual do município de Toledo (PR, bem como relacionar esses sintomas com o hábito de fumar, o uso de drogas e episódios depressivos. Métodos Foram utilizados os instrumentos Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo, com escala de sintoma e gravidade, e o Eating Attitudes Test-26, acrescido de perguntas sobre tabagismo, uso de drogas e episódios depressivos. A amostra constituiu-se de cerca de 300 estudantes do sexo feminino, na faixa etária entre 10 e 15 anos. Resultados Os resultados demonstraram que as estudantes apresentaram prevalências de sintomas de transtornos alimentares na ordem de 4,2% para a escala Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo e 3,6% para o Eating Attitudes Test-26. A prevalência de consumo de cigarro foi de 4,2%, do uso de drogas, 4,9% e de episódios depressivos, 10,7%. Observaram-se associações significativas entre episódios depressivos e os seguintes parâmetros: Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo - escala de sintomas (p=0,04 e Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo - escala de gravidade (p=0,02. Os hábitos de fumar (p=0,01 e de usar drogas (p=0,04 também apresentaram associação com Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo - escala de sintomas. Conclusão Verificou-se nas estudantes deste estudo elevada probabilidade de desenvolver comportamentos de risco, tais como transtornos alimentares e episódios depressivos.Objective The goal of this study was to identify the prevalence of symptoms of eating disorders in female students enrolled in state elementary schools and investigate a possible association between these eating disorders and smoking, illicit drug use and depressive episodes. Methods The Bulimic Investigatory Test of Edinburgh with symptom and severity scales and the Eating Attitudes Test - 26 with

  17. Factors relating to depressive symptoms among elderly people with chronic vestibular dysfunction Fatores relacionados aos sintomas depressivos de idosos com disfunção vestibular crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Maria Gazzola

    2009-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To identify factors relating to depressive symptoms among elderly people with chronic vestibular dysfunction. METHOD: This was a cross-sectional study in which 120 elderly people with chronic vestibular dysfunction answered the Geriatric Depression Scale questionnaire. Multivariate linear regression analysis was performed (pOBJETIVO: Identificar os fatores relacionados aos sintomas depressivos de idosos com disfunção vestibular crônica. MÉTODO: Estudo transversal, em que 120 idosos com disfunção vestibular crônica submeteram-se ao questionário Geriatric Depression Scale. Realizou-se análise de regressão linear multivariada (p<0,05 e IC de 95%. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram média de 12,86 ± 6,39 pontos no GDS, sendo que 67 idosos (55,8% pontuaram acima da nota de corte 11. O modelo preditivo para piora dos sintomas depressivos foi composto por gênero feminino, distúrbios de memória e da concentração, insônia, hipoacusia, visão péssima, não utilização de dispositivo de auxílio à marcha e maior impacto da tontura no aspecto emocional. CONCLUSÃO: O maior número de sintomas depressivos de idosos vestibulopatas crônicos está relacionado à presença de distúrbios de memória e da concentração, insônia, hipoacusia, visão péssima, maior impacto da tontura no aspecto emocional, gênero feminino e não utilização de dispositivo de auxílio à marcha.

  18. Afastamento do trabalho por transtornos mentais e estressores psicossociais ocupacionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Silvestre Silva-Junior

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO: Introdução: Os transtornos mentais são a terceira principal causa de concessão de benefício previdenciário por incapacidade no Brasil. A exposição ocupacional a estressores psicossociais pode comprometer a saúde mental dos trabalhadores. Cabe ao perito médico previdenciário caracterizar se o adoecimento incapacitante está relacionado com as condições de trabalho. Objetivo: Avaliar os fatores associados ao afastamento do trabalho por transtornos mentais relacionados ao trabalho, em especial a percepção dos trabalhadores sobre fatores psicossociais no trabalho. Métodos: Estudo analítico realizado em São Paulo com 131 requerentes de auxílio-doença por transtornos mentais. Foram preenchidos questionários sociodemográfico, de hábitos/estilo de vida e fatores psicossociais no trabalho. Resultados: Os quadros mais frequentes foram transtornos depressivos (40,4%. Entre todos os requerimentos, 23,7% foram considerados relacionados ao trabalho. O perfil da maioria dos participantes era: sexo feminino (68,7%, até 40 anos de idade (73,3%, casado/união estável (51,1%, escolaridade igual ou superior a 11 anos (80,2%, não tabagista (80,9%, não ingeria bebida alcoólica (84%, fazia atividade física (77,9%. Sobre os fatores psicossociais, prevaleceu trabalho de alta exigência (56,5%, baixo apoio social (52,7%, desequilíbrio esforço-recompensa (55,7% e comprometimento excessivo (87,0%. Não houve associação estatística entre casos de transtornos mentais relacionados ao trabalho e as variáveis independentes. Conclusão: A concessão do benefício auxílio-doença acidentário não foi associada a variáveis sóciodemográficas, hábitos/estilo de vida ou fatores psicossociais no trabalho. A exposição ocupacional a estressores psicossociais esteve presente no relato da maioria dos trabalhadores afastados do trabalho por transtornos mentais. Entretanto, diversos casos não foram reconhecidos pela perícia m

  19. Habilidades sociais: fator de proteção contra transtornos alimentares em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Giron Uzunian

    2015-11-01

    Full Text Available Resumo O objetivo desse estudo foi revisar a literatura a cerca da relação entre transtornos alimentares e habilidades sociais em adolescentes. Pesquisou-se as bases de dados Medline, SciELO e Lilacs, cruzando os descritores “transtornos alimentares”, “anorexia nervosa”, “bulimia nervosa” e “comportamento alimentar”, com os descritores “psicologia social” e “isolamento social”, e com as palavras chave “competência social”, “habilidade social” e “relação interpessoal”. Incluiu-se estudos com adolescentes, nos idiomas português, inglês e espanhol, e publicações realizadas entre os anos de 2007 a 2012. A busca resultou em 63 artigos, sendo incluídos 50 nesta revisão. A maioria dos estudos foi conduzido no Brasil e nos Estados Unidos. Do total, 43 eram artigos originais. Os estudos visavam compreender como o estado emocional poderia influenciar no estabelecimento dos transtornos alimentares, assim como as relações interpessoais e a relação entre os pares. Os artigos também discutiram a influência da mídia e da sociedade neste processo. A partir da análise dos estudos, observou-se que quanto maior o repertório de habilidades sociais dos adolescentes, maior será o fator de proteção contra o desenvolvimento de transtornos alimentares.

  20. Avaliação de propriedades psicométricas e de resultados da aplicação da versão brasileira do \\'Mini International Neuropsychiatric Interview - TRACKING\\' em usuários da Estratégia de Saúde da Família acompanhados com ou sem cuidado colaborativo em saúde mental

    OpenAIRE

    Leonardo Moscovici

    2013-01-01

    Objetivos: Estudar a confiabilidade e validade de uma versão brasileira dos módulos Episódio Depressivo Maior (EDM) e Transtorno de Ansiedade Generalizado (TAG) do Mini International Neuropsychiatric Interview TRACKING (MINI-TRACKING); comparar a evolução de pacientes com diagnóstico de EDM e TAG seguidos por equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) com acesso ao modelo de Cuidado Colaborativo (CC) em Saúde Mental versus um grupo de pacientes seguidos por equipes sem acesso ao CC. Met...

  1. Transtorno de estresse pós-traumático e transtorno de humor bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Machado Vieira Rodrigo

    2003-01-01

    Full Text Available O Transtorno Bipolar (THB não é somente uma condição endógena. Severos eventos negativos durante a vida influenciam o desenvolvimento do primeiro episódio e alteram o curso do THB durante a vida. O Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT é uma severa e incapacitante doença mental que afeta uma significativa parcela da população, em algum momento de suas vidas. A presença concomitante de TEPT e THB parece mais freqüente que anteriormente sugerido, e pacientes psicóticos com história de trauma tem sintomas mais severos e maior tendência a abusar de substância psicoativas ilícitas. Pensamentos intrusivos e pesadelos ocorrem com freqüência nos pacientes com TEPT e têm sido associados aos transtornos de humor. O tratamento farmacológico dessa comorbidade ainda está relacionado a estudo empíricos ou não-controlados. Neste artigo, são revisados aspectos atuais relacionados a essa comorbidade e enfatizados aspectos referentes à epidemiologia, etiologia, curso e tratamento farmacológico da comorbidade entre TEPT e THB. Especialmente, este estudo enfatiza a importância de avaliar sistematicamente a história de trauma em pacientes com THB.

  2. Sintomas depressivos e uso de Cannabis em adolescentes Síntomas depresivos en adolescentes usuarios de Cannabis Depressive symptoms in young Cannabis users

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Moraes Ramos Andrade

    2008-09-01

    Full Text Available A depressão é um dos transtornos psiquiátricos mais comuns na adolescência. Os quadros depressivos costumam apresentar elevadas taxas de comorbidades psiquiátricas, sendo freqüente o abuso de substâncias psicoativas. O artigo investiga a associação dos sintomas depressivos e o uso da cannabis. MÉTODO: Revisão sistemática, análise dos artigos indexados no Medline, PsycInfo, ProQuest, Web of Science e Lilacs, entre 2000 e 2005, descritores: depressive symptoms, depressive, adolescence, teenager e cannabis. RESULTADOS: Revisados 36 artigos completos, resultando no estudo de 9 artigos, que tratam de sintomas depressivos ou depressão e o uso ou dependência de cannabis em adolescentes. Os estudos confirmam a associação entre sintomas depressivos e o uso de cannabis na adolescência, sendo esta associação mais freqüente no uso precoce e regular de cannabis. CONCLUSÃO: Os sintomas depressivos/depressão estão relacionados ao uso/abuso e dependência de cannabis na adolescência. A investigação clínica e os programas de prevenção devem abordar estes transtornos na adolescência.Este artículo busca investigar la asociación de los síntomas depresivos y el uso de cannabis en la adolescencia. MÉTODO: Ha sido realizado, a través de revisión sistemática, el análisis de los artículos indexados localizados en los sistemas Medline, PsycInfo, ProQuest, Web of Science y Lilacs, entre 2000 y 2005, utilizando los descriptores: depressive symptoms, depressive, adolescence, teenager y cannabis. RESULTADOS: La mayoría de los estudios confirma existir una asociación entre síntomas depresivos y el uso de cannabis en la adolescencia, cabe destacar que esta asociación es más frecuente en el uso precoz y regular de cañabais. CONCLUSIÓN: Los síntomas depresivos/Depresión están relacionados al uso/abuso y dependencia de cañabais en la adolescencia, siendo entonces importante que estas variables puedan ser investigadas en la pr

  3. Prevalência de sintomas depressivos em uma amostra de prostitutas de Porto Alegre Prevalencia de síntomas depresivos en una muestra de prostitutas de Porto Alegre Prevalence of depressive symptoms in a sample of prostitutes in Porto Alegre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Schreiner

    2004-04-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: a prevalência de transtornos depressivos na população feminina de Porto Alegre é estimada em 14,5%. Não existem relatos sobre a prevalência de sintomas ou transtornos depressivos entre as prostitutas, população de risco para transtornos mentais. OBJETIVOS: quantificar a prevalência de sintomas depressivos em amostra de prostitutas de Porto Alegre e fatores associados. MATERIAL E MÉTODOS: uma amostra consecutiva e não aleatória de 97 mulheres entre 18 e 60 anos, cadastradas na Organização Não Governamental Núcleo de Estudos da Prostituição (NEP, de Porto Alegre, foi estudada. Após consentimento informado, as entrevistadas foram investigadas através do Inventário para depressão de Beck (BDI. O ponto de corte igual ou maior que 13 foi utilizado para detecção de sintomas depressivos. RESULTADOS: na amostra estudada, a idade média foi de 29,6 anos (dp 8,5 anos; 67% apresentaram sintomas depressivos (ponto de corte³ 13 com escore médio no BDI de 19,1 (dp 10,9; 24,7% da amostra apresentava sintomas leves; 40,2% sintomas moderados e 7,2% sintomas graves. Houve associação estatisticamente significativa entre a presença de sintomas depressivos e uso de álcool, história de doenças sexualmente transmissíveis e ausência de prática religiosa (pINTRODUCCIÓN: la prevalencia de trastornos depresivos en la población femenina de Porto Alegre es estimada en 14,5 %. No existen relatos sobre la prevalencia de síntomas o trastornos depresivos entre las prostitutas, población de riesgo para trastornos mentales. OBJETIVOS: cuantificar la prevalencia de síntomas depresivos en muestra de prostitutas de Porto Alegre y factores asociados. MATERIAL Y MÉTODOS: fue estudiada una muestra consecutiva y no aleatoria de 97 mujeres entre 18 y 60 años, cadastradas en la Organización No Governamental Nucleo de Estudios de la Prostitución (NEP, de Porto Alegre. Después de informado el consentimiento, las entrevistadas fueron

  4. A five year follow-up study of 11 patients with bipolar disorder Seguimento de 11 pacientes com transtorno bipolar por cinco anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Novis

    2010-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To study the long-term follow-up of patients with bipolar disorder (BPD. METHOD: Eleven outpatients with BPD type I were followed up naturalistically for five years at a university teaching hospital. The Clinical Global Impression Scale (BPD version was used to evaluate the occurrence of affective episodes, and the Strauss-Carpenter Outcome Scale was used to evaluate social and occupational functioning. RESULTS: The majority of patients were symptomatic most of the time, with predominantly depressive episodes. Overall, patients remained euthymic a mean of 47.7% of the time. Despite a low rate of hospitalization, social and occupational functioning was poor in the majority of patients. A poor disease course with respect to work-related functioning was associated with fewer months of euthymia with a longer duration of depressive episodes. The total number of months of euthymia negatively correlated with the patient's age and disease duration. CONCLUSION: Despite the small sample size, the present findings appear to corroborate previous studies on the evolution of BPD. Most of the patients had a poor disease course, with long symptomatic periods, particularly depressive episodes, and significantly impaired social and occupational functioning.OBJETIVO: Estudar a evolução de longo prazo do transtorno bipolar (TB. MÉTODO: Onze pacientes com TB do tipo I foram acompanhados de forma naturalística em um ambulatório universitário por cinco anos. Foram utilizadas a Escala de Impressão Clínica Global (versão TB, para a avaliação dos episódios afetivos, e a Escala de Evolução Strauss-Carpenter, para a avaliação do funcionamento sócio-ocupacional. RESULTADOS: A maioria dos pacientes esteve sintomática a maior parte do tempo, apresentando predominantemente quadros depressivos. Em média, os pacientes ficaram em eutimia durante 47,7% do tempo. Apesar do baixo índice de hospitalização, a maioria dos pacientes apresentou

  5. Behaviorial inhibition and history of childhood anxiety disorders in Brazilian adult patients with panic disorder and social anxiety disorder Comportamento inibido e história de transtornos de ansiedade na infância em pacientes brasileiros adultos com transtorno do pânico e transtorno de ansiedade social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Rassier Isolan

    2005-06-01

    Inibido - Versão Retrospectiva (RSRI-30. RESULTADOS: Os pacientes apresentavam uma prevalência significativamente maior de história de transtornos de ansiedade e de comportamento inibido em relação ao grupo controle. Pacientes com transtorno de ansiedade social apresentavam, também, taxas significativamente maiores de transtorno de evitação (46% x 18%, p = 0,005, transtorno de ansiedade social (60% x 26%, p = 0,001, presença de pelo menos um transtorno de ansiedade na infância (82% X 56%, p = 0,009, comportamento inibido global (2,89 ± 0,61 vs. 2,46 ± 0,61, p < 0,05 e comportamento inibido escola/social (3,56 ± 0,91 vs. 2,67 ± 0,82, p < 0.05 na infância em comparação com pacientes com transtorno do pânico. CONCLUSÃO: Nossos dados são similares aos encontrados na literatura e corroboram a teoria da diátese de ansiedade, sugerindo que a história de transtornos de ansiedade na infância é associada com transtornos de ansiedade, principalmente transtorno de ansiedade social, na vida adulta.

  6. Saúde mental do cuidador na instituição hospitalar

    OpenAIRE

    Bertoletti, Juliana; Cabral, Patrícia Martins Fagundes

    2007-01-01

    Este artigo tem como propósito verificar as experiências laborais dos profissionais de enfermagem e suas conseqüências para a saúde mental desses trabalhadores. A pesquisa foi realizada junto a profissionais de enfermagem do Instituto de Cardiologia de Porto Alegre, afastados de suas atividades durante o ano de 2003 por transtornos mentais e comportamentais (episódios depressivos breves, transtornos depressivos recorrentes e ansiedade generalizada), diagnosticados de acordo com o CID 10. Os d...

  7. Comorbidade de sintomas ansiosos e depressivos em pacientes com dor crônica e o impacto sobre a qualidade de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha M. C. Castro

    2011-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Dor é uma experiência emocional e sensorial desagradável. Tanto a dor crônica como a depressão reduzem de forma significativa a qualidade de vida, além de aumentar muito os custos dos cuidados com a saúde. OBJETIVOS: Analisar a associação entre sintomas depressivos e de ansiedade em relação à dor crônica e investigar o impacto desses sintomas na saúde e na qualidade de vida em indivíduos com dor crônica. MÉTODOS: A dor foi avaliada por meio de uma Escala Analógica Visual (VAS. Os sintomas depressivos e a ansiedade foram avaliados pela Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD. A qualidade de vida foi avaliada por meio do SF-36. RESULTADOS: Quatrocentos pacientes foram estudados, com idade média de 45,6 ± 11,4 anos e 82,8% são do sexo feminino. De acordo com a HAD, 70% tinham ansiedade e 60%, os sintomas de depressão. A SF-36 apresentou escores < 50% para todos os domínios. Os pacientes com dor intensa/ extrema apresentaram maior frequência (70,4% de ansiedade do que aqueles com dor selvagem/moderada (59,5%. Essa foi uma associação estatisticamente significante (p = 0,027. No entanto, a frequência de depressão não atingiu significância estatística quando ambos os grupos foram comparados (p = 0,109. CONCLUSÃO: Os sintomas depressivos/ansiedade e dor, em conjunto, apresentaram piores desfechos clínicos de cada estado sozinho. É necessária mais investigação para determinar se o tratamento da dor ajuda os sintomas dos pacientes depressivos e se o alívio dos sintomas depressivos melhora a dor e sua morbidade.

  8. As diferentes manifestações do transtorno de estresse pós traumático (TEPT) em crianças vítimas de abuso sexual

    OpenAIRE

    Oliveira, Liana Höher de; Santos, Cláudia Simone Silveira dos

    2006-01-01

    O presente artigo trata de uma pesquisa quantitativa, buscando investigar as diferentes manifestações do Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT) em crianças vítimas de abuso sexual, dando ênfase em quatro fatores (físicos, psicológicos, psicológicos com componente depressivo e psicofisiológicos) que compõem o TEPT, com a finalidade de compreender determinados comportamentos apontados por elas. Foi aplicada a Escala de Stress Infantil – ESI, em 30 crianças vítimas de abuso sexual. Os dado...

  9. Cerebellum and psychiatric disorders O cerebelo e os transtornos psiquiátricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Baldaçara

    2008-09-01

    ", "bipolar disorder", "depression", "anxiety disorders", "dementia" e "attention deficit hyperactivity disorder". A busca eletrônica foi feita até abril de 2008. DISCUSSÃO: Anormalidades cerebelares estruturais e funcionais têm sido relatadas em muitos transtornos psiquiátricos, entre eles a esquizofrenia, transtorno bipolar, transtorno depressivo, transtornos ansiosos, demências e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Estudos utilizando imagem por ressonância magnética estrutural relataram a diminuição do volume total do cerebelo e do vermis cerebelar na esquizofrenia, transtornos do humor e transtorno de falta de atenção com hiperatividade. Estudos utilizando ressonância magnética funcional e paradigmas cognitivos têm demonstrado alterações na atividade cerebelar na esquizofrenia, transtornos ansiosos e transtorno de falta de atenção com hiperatividade. Nas demências, o cerebelo é afetado nos estágios mais avançados dessas doenças. CONCLUSÃO: Contrastando com as primeiras teorias, o cerebelo parece apresentar um papel mais importante em diferentes funções cerebrais além do controle motor e do equilíbrio, incluindo a regulação emocional e cognição. Futuros estudos são necessários para melhor elucidar o papel do cerebelo em ambos os comportamentos, normal e patológico, na regulação do humor e nas funções cognitivas.

  10. Prevalência de transtornos mentais comuns entre trabalhadores marítimos do Rio de Janeiro Common mental disorders prevalence among maritime workers of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Luiz Lima da Silva

    2017-07-01

    Full Text Available Objetivo: descrever a prevalência de transtornos mentais comuns entre trabalhadores marítimos. Método: trata-se de  estudo transversal realizado com 316 funcionários de empresa de transporte hidroviário. A pesquisa foi aprovada no CEP sob o  CAAE 0271.0.258.258-11, a coleta dos dados foi realizada em 2012. A variável transtorno mental comum foi investigada de acordo com o Self Reporting Questionnaire. Resultados: constatou-se a prevalência geral de 14,24%. Notou-se que o grupo de sintomas humor depressivo e ansioso foi o mais expressivo.  Sexo feminino, renda familiar abaixo da média, alta carga horária semanal, estresse autorreferido, pensamento de abandono do emprego, categoria marinheiro de máquinas, sedentarismo e não tabagismo mostraram-se associados ao desfecho. Conclusão: é necessária a criação de projetos ocupacionais consistentes, com equipes multidisciplinares, tendo em vista a promoção da saúde e qualidade de vida no ambiente de trabalho e a redução de transtornos mentais.

  11. The use of a manual-driven group cognitive behavior therapy in a Brazilian sample of obese individuals with binge-eating disorder Utilização de terapia cognitivo-comportamental em grupo baseada em manual em uma amostra brasileira de indivíduos obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Duchesne

    2007-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the effectiveness of a manual-based cognitive behavior therapy adapted to a group format in a sample of Brazilian obese subjects with binge-eating disorder. METHOD: In an open trial, 21 obese subjects with binge-eating disorder received a group cognitive-behavioral therapy program. Changes in binge-eating frequency, weight, body shape concerns, and depressive symptoms were compared between baseline and the end of the study. RESULTS: The mean frequency of binge-eating episodes significantly decreased from baseline to post-treatment (p OBJETIVO: Avaliar a efetividade da terapia cognitivo-comportamental baseada em um manual adaptado para o formato de grupo em uma amostra brasileira de obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica. MÉTODO: Em um estudo aberto, 21 pacientes obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica participaram de um programa da terapia cognitivo-comportamental em grupo. A freqüência da compulsão alimentar, o peso corporal, o grau de satisfação com a forma corporal e os sintomas depressivos foram avaliados no início do tratamento e no final do estudo. RESULTADOS: Houve uma redução estatisticamente significativa da freqüência média de episódios de compulsão alimentar entre a linha de base e o final do tratamento (p < 0,001, com uma taxa de remissão de episódios no final do estudo de 76,1%. Foi observada, também, uma redução significativa dos sintomas depressivos e da insatisfação com a forma corporal (p < 0,001. Adicionalmente, a perda de peso foi clínica e estatisticamente significativa. CONCLUSÃO: A utilização de terapia cognitivo-comportamental baseada em um manual adaptado para o transtorno da compulsão alimentar periódica resultou em melhora significativa da compulsão alimentar, do peso corporal, da preocupação com a forma corporal e dos sintomas depressivos associados ao transtorno da compulsão alimentar periódica nessa amostra.

  12. Ambiente familiar e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago de Oliveira Pires

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados a transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças. MÉTODOS: Estudo longitudinal sobre problemas de comportamento em crianças escolares de São Gonçalo, RJ, em 2005. Foram analisados 479 escolares da rede pública selecionados por amostragem por conglomerados em três estágios. Foi utilizada a escala Child Behavior Checklist para medição do desfecho. Foi aplicado um questionário para pais/responsáveis acerca dos fatores de exposição analisados: perfil da criança e da família, variáveis de relacionamento familiar, violências físicas e psicológicas. O modelo regressão log-binomial com enfoque hierarquizado foi empregado para a análise. RESULTADOS: Quociente de inteligência mais alto associou-se inversamente à frequência do transtorno (RP = 0,980 [IC95% 0,963;0,998]. A prevalência de transtorno nas crianças foi maior quando havia disfunção familiar do que entre famílias com melhor forma de se relacionar (RP = 2,538 [IC95% 1,572;4,099]. Crianças que sofriam agressão verbal pela mãe apresentaram prevalência 3,7 vezes maior do que aquelas não expostas a essa situação no último ano (RP = 4,7 [IC95% 1,254;17,636]. CONCLUSÕES: Relações familiares negativas estão associadas aos sintomas de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Sua associação com quociente de inteligência reitera a importância da base genética e ambiental na origem do transtorno.

  13. Estudo de caso controle para avaliar o impacto do abuso sexual infantil nos transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Paraventi

    2011-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O objetivo deste estudo foi investigar se antecedente de abuso sexual na infância (ASI está associado com transtornos alimentares na vida adulta. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de caso controle (N = 120 comparando mulheres com transtornos alimentares tratadas em ambulatório universitário especializado com um grupo controle de pacientes de clínica não psiquiátrica (ambulatório de oftalmologia. RESULTADOS: Este estudo encontrou maior prevalência de ASI na anorexia nervosa (AN comparada ao grupo controle (50% versus 14,8%; OR = 5,8 IC 95% = 1,3-25,6; p < 0,05, entretanto não identificou diferença estatística entre os grupos comparando com casos de bulimia nervosa (BN (26,7% versus 27% no grupo controle; OR = 0,99; IC 95% = 0,24-4,1 e com transtorno de compulsão alimentar periódica (TCAP, apesar da maior prevalência de ASI observada neste último em relação ao grupo controle (43,7% versus 27,3%; OR = 2,1 IC 95% = 0,5- 8,1. Considerando-se a presença de dois ou mais episódios de ASI, observou-se também maior prevalência em AN (35,7% versus 3,7% nos controles; OR = 14,4 IC 95% = 1,5-140,8; p < 0,05. CONCLUSÃO: Este estudo mostrou forte associação da anorexia nervosa com antecedentes de abuso sexual na infância.

  14. Anticonvulsivantes e antipsicóticos no tratamento do transtorno bipolar Anticonvulsants and antipsychotics in the treatment of Bipolar Disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Alberto Moreno

    2004-10-01

    Full Text Available O transtorno bipolar é uma condição médica complexa e até o momento não há um tratamento único comprovadamente eficaz no controle de todos aspectos da doença. Foram revisadas a literatura disponível sobre o uso de anticonvulsivantes (valproato, carbamazepina, oxcarbazepina, lamotrigina, gabapentina, topiramato, clonazepam e antipsicóticos atípicos (clozapina, risperidona, olanzapina, quetiapina, ziprasidona e aripiprazole no tratamento agudo e profilático do transtorno bipolar. Existe um acúmulo de evidências acerca da eficácia do lítio na profilaxia e de ser melhor no tratamento da mania aguda do que nos episódios depressivos. Outros dados indicam que a carbamazepina e o valproato são eficazes na mania aguda. A lamotrigina parece reduzir ciclagem e ser eficaz em episódios depressivos. Baseado nas informações disponíveis, as evidências apontam a olanzapina como o antipsicótico atípico mais apropriado no tratamento de pacientes bipolares em mania, embora existam estudos sugerindo a eficácia da risperidona, aripiprazol e da clozapina. Resultados preliminares avaliando a eficácia de ziprasidona e quetiapina no transtorno bipolar ainda são bastante limitadas. Não há dados consistentes apoiando o uso profilático dos novos antipsicóticos.Bipolar disorder is a complex medical condition, and up to the date there is no single treatment with proven efficacy in the control of all aspects of the illness. The available literature on the use of anticonvulsants (valproate, carbamazepine, oxcarbazepine, lamotrigine, gabapentin, topiramate, clonazepam and atypical antipsychotics (clozapine, risperidone, olanzapine, quetiapine, ziprasidone, and aripiprazole for acute and prophylactic treatment of bipolar disorder was reviewed. There is a large amount of evidence that lithium is efficacious in the prophylaxis of episodes and better for acute mania than for depressive episodes. Other data show that carbamazepine and valproate are

  15. Anxiety disorders in women: does gender matter to treatment? Transtornos de ansiedade em mulheres: gênero influencia o tratamento?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Kinrys

    2005-10-01

    Full Text Available Women have a substantially higher risk of developing lifetime anxiety disorders compared with men. In addition, research evidence has generally observed an increased symptom severity, chronic course, and functional impairment in women with anxiety disorders in comparison to men. However, the reasons for the increased risk in developing an anxiety disorder in women are still unknown and have yet to be adequately investigated. Evidence from various studies has suggested that genetic factors and female reproductive hormones may play important roles in the expression of these gender differences. The significant differences in onset and course of illness observed in men and women diagnosed with anxiety disorders warrants investigations into the need of differential treatment; however, evidence of gender differences in treatment response to different anxiety disorders are varying and remain largely inconclusive. This article reviews the prevalence, epidemiology, and phenomenology of the major anxiety disorders in women, as well as the implications of such differences for treatment.Mulheres apresentam um risco significativamente maior comparado com o dos homens para o desenvolvimento de transtornos de ansiedade ao longo da vida. Além disso, diversos estudos sugerem maior gravidade de sintomas, maior cronicidade e maior prejuízo funcional dos transtornos de ansiedade entre as mulheres. Apesar disso, os motivos que levam a este aumento de risco no sexo feminino são ainda desconhecidos e precisam ser adequadamente investigados. Vários estudos apresentam evidências de que, entre as prováveis causas dessa diferença entre os sexos, estão os fatores genéticos e a influência exercida pelos hormônios sexuais femininos. As diferenças de gênero encontradas nos transtornos de ansiedade em relação ao início e à evolução da doença indicam que é necessário investigar a necessidade de tratamentos diferenciados para homens e mulheres. Entretanto

  16. Comorbidade em crianças e adolescentes com transtorno do déficit de atenção: resultados preliminares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Isabella

    2001-01-01

    Full Text Available Trinta e quatro crianças e adolescentes com idades entre 6 e 16 anos, com diagnóstico de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH segundo a DSM-IV, foram examinadas e avaliadas quanto a comorbidade com outros transtornos psiquiátricos através do questionário padronizado P-CHIPS aplicado aos pais. Observou-se expressiva ocorrência de transtornos comórbidos (85,7%, sendo o transtorno opositivo-desafiador (20,6% e o transtorno de conduta (39,2% os mais comuns. Pelo menos dois outros diagnósticos que não o de TDAH puderam ser observados em 57% da amostra. A depressão maior pode ser diagnosticada em quatro casos e quadros ansiosos (transtorno de ansiedade generalizada, ansiedade de separação e fobias foram observados em 34,3% da amostra. A presença de comorbidade altera de modo significativo o prognóstico da enfermidade e pode sugerir estratégias terapêuticas específicas dependendo de cada caso. A comorbidade frequente também pode sugerir a necessidade do uso de entrevistas diagnósticas que contemplam outros transtornos psiquiátricos.

  17. Proximidade afetiva no relacionamento profissional-paciente no tratamento dos transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Vilela e Souza

    2013-09-01

    Full Text Available Poucos espaços são oferecidos para escuta de como pacientes diagnosticados com transtornos alimentares entendem o discurso que preconiza a necessidade de distanciamento afetivo entre profissional e paciente. Buscamos compreender de que modo o pedido dos pacientes por maior proximidade afetiva em relação ao profissional de saúde pode participar da construção do bom relacionamento com médicos, psicólogos e nutricionistas. Pacientes de um serviço de assistência em transtornos alimentares foram entrevistados. A análise do material baseou-se na proposta teórico-metodológica das práticas discursivas e produção de sentidos sustentada pelo discurso construcionista social. Foram destacados os sentidos e discursos e os jogos de posicionamentos implicados nessas produções discursivas. As participantes construíram a proximidade com o profissional como ingrediente fundamental para uma possível superação do transtorno. Os argumentos a favor de um contato mais íntimo com os profissionais e o uso do discurso da neutralidade pelo profissional foram problematizados em seu contexto de produção.

  18. A coocorrência entre Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade e Transtorno de Aprendizagem em escolares http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v7n13p118-132

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Mendonça Alves

    2015-02-01

    Full Text Available O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDA/H é um transtorno neuropsiquiátrico de etiologia multifatorial manifestado na infância com maior prevalência entre meninos na idade escolar. Este estudo tem por objetivo revisar a produção científica da última década sobre a coocorrência entre TDA/H e Transtornos de aprendizagem em escolares. Buscaram-se artigos nacionais indexados na base de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS, publicados no período de 2003 a 2013. Entre o período de 2003 a 2007 foram encontrados 8 artigos (47,06% e entre 2008 a 2013, 9 artigos (52,94%. A temática mais abordada foi “Outras comorbidades associadas ao TDA/H”. O perfil metodológico do estudo mais prevalente foi o de revisão. O professor foi o profissional mais citado. O profissional mais interessado pelo assunto foi o psiquiatra, seguindo-se neurologista, fonoaudiólogo e psicólogo. É necessária a realização de novos estudos sobre avaliação e estratégias terapêuticas e educacionais para os escolares com TDH/A em coocorrência com Transtorno de Aprendizagem.Palavras-chave: Transtorno do Défict de Atenção com Hiperatividade; Transtornos de Aprendizagem; Comorbidade; Escolas

  19. Violência comunitária e transtorno de estresse pós-traumático em crianças e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liana Furtado Ximenes

    2013-01-01

    Full Text Available O presente estudo tem como objetivo analisar a associação entre exposição à violência comunitária e o Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT segundo gênero e faixa etária entre crianças e adolescentes de escolas públicas de São Gonçalo/RJ. Participaram da análise deste artigo 399 crianças e adolescentes (idade média de 10,6 anos, DP=1,0. A prevalência total de sintomas de TEPT nas crianças e adolescentes é de 9,5%, sendo maior nas meninas (12,6% do que nos meninos (6,5%. No modelo multivariado, destaca-se que as crianças menores de 10 anos têm duas vezes mais chances de desenvolverem sintomas deste transtorno que as mais velhas e que quanto maior a exposição à violência comunitária maiores as chances de surgimento de sintomas de TEPT.

  20. Lifetime Prevalence, age and gender distribution and age-of-onset of psychiatric disorders in the São Paulo Metropolitan Area, Brazil: results from the São Paulo Megacity Mental Health Survey Prevalência em toda a vida, distribuição por idade e sexo e idade de início de transtornos psiquiátricos na área metropolitana de São Paulo, Brasil: resultados do Estudo Epidemiológico de Transtornos Mentais São Paulo Megacity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carmen Viana

    2012-10-01

    ,3%. RESULTADOS: A prevalência de pelo menos um transtorno mental ao longo da vida foi de 44,8% e o risco estimado aos 75 anos de idade foi de 57,7%; comorbidade ocorreu com frequência. Depressão maior, fobias específicas e abuso de álcool foram os transtornos mais prevalentes; transtornos de ansiedade foi a classe de transtornos mais frequente. Fobias específicas e transtornos do controle de impulsos tiveram idade de início precoce, enquanto transtornos do humor tiveram início mais tardiamente. Mulheres apresentaram maior risco para transtornos do humor e de ansiedade, e homens para transtornos decorrentes do uso de álcool e drogas. Com exceção de transtornos da conduta, que foram mais frequentes em homens, não se observou diferenças de gênero na distribuição de transtornos do controle de impulso. Observou-se uma tendência consistente entre os diferentes transtornos de maiores taxas de morbidade nas coortes mais jovens. Baixa escolaridade mostrou-se associada a transtornos decorrentes do uso de álcool e drogas. CONCLUSÃO: Transtornos psiquiátricos na população geral adulta da RMSP são altamente prevalentes, com comorbidade frequente, idade de início precoce na maior parte dos transtornos avaliados, e taxas mais elevadas nas coortes mais jovens. Tal cenário suscita ações vigorosas de saúde pública.

  1. Esquema de Desamparo em Paciente com Dor Crônica e Sintomas Depressivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisangela Ferreira Santana

    2015-12-01

    Full Text Available A fibromialgia caracteriza-se por dor generalizada e crônica, de modo geral, associada à incapacidade funcional e quadros depressivos. Por suas repercussões, esta síndrome dolorosa pode ativar e/ou potencializar esquemas de desamparo e desvalor, o que por sua vez pode contribuir para o surgimento de sintomas depressivos. Neste artigo, analisa-se o processo de manejo da dor por meio da identificação de crenças de incapacidade e da alteração de humor numa paciente com dor crônica e sintomas depressivos. Para tanto, são descritas as estratégias e técnicas utilizadas em seu processo terapêutico, realizado em 13 sessões, que teve como embasamento a terapia cognitiva. Além disto, apresenta-se a conceituação cognitiva referente ao esquema de desamparo da paciente. Embora Laura não tenha apresentado mudanças significativas na percepção álgica, os sintomas depressivos tiveram uma remissão importante, o que contribuiu para aquisição de comportamentos mais funcionais para manejo da dor, como solicitar ajuda e evitar o esforço físico.

  2. Conhecimento dos cirurgiões dentistas sobre manifestações orais em pacientes portadores de transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Luersen Maciel

    2017-08-01

    Full Text Available Os transtornos alimentares podem repercutir nos dentes e nos tecidos bucais. O tratamento destes transtornos demanda de uma abordagem interdisciplinar e o cirurgião-dentista representa um importante papel na equipe multiprofissional. O objetivo deste estudo foi verificar e analisar o conhecimento dos cirurgiões-dentistas a respeito da Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa e suas manifestações orais. A pesquisa, de natureza quantitativa transversal, foi realizada através da aplicação de questionários a 100 cirurgiões-dentistas do Centro de Estudos Odontológicos CEOM, da Escola de Odontologia IMED e da Iodontus Odontologia. Como resultados, 81% dos profissionais entrevistados realizam atividades educativo-preventivas, 94% relataram que possuíam pouco conhecimento a respeito da Anorexia Nervosa e da Bulimia Nervosa, 95% acreditam na importância do diagnóstico de transtornos alimentares e 57% já teve contato “algumas vezes” com pacientes portadores de transtornos alimentares. Segundos os cirurgiões-dentistas, as principais alterações relatadas foram erosão dentária, sensibilidade, úlceras e eritema de palato e gengiva. Conclui-se, dessa forma, que muitas vezes como primeiros profissionais da saúde a diagnosticar estes distúrbios, os cirurgiões-dentistas ainda necessitam obter um maior conhecimento em relação aos transtornos alimentares e suas manifestações orais, a fim de estarem aptos a realizar um correto diagnóstico e ter sucesso no tratamento odontológico dos pacientes portadores de transtornos alimentares.

  3. Fatores associados aos sintomas depressivos em idosos: estudo EpiFloripa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucelia Justino Borges

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a prevalência e fatores associados a sintomas depressivos em idosos. MÉTODOS Estudo epidemiológico transversal e de base domiciliar (inquérito EpiFloripa Idoso com 1.656 idosos, realizado por conglomerados em dois estágios, setores censitários e domicílios, em Florianópolis, SC. A prevalência de sintomas depressivos (desfecho foi obtida por meio da Geriatric Depression Scale (GDS-15, e testadas associações segundo variáveis sociodemográficas, de saúde, comportamentais e sociais. Foram calculadas razões de prevalências brutas e ajustadas com intervalo de 95% de confiança por regressão de Poisson. RESULTADOS A prevalência de sintomas depressivos foi de 23,9% (IC95% 21,84;26,01. Os fatores de risco associados no modelo final foram: escolaridade de cinco a oito anos (RP = 1,50; IC95% 1,08; 2,08, um a quatro anos (RP = 1,62; IC95% 1,18; 2,23 e nenhum ano de estudo (RP = 2,11; IC95% 1,46;3,05; situação econômica pior quando comparada com a que tinha aos 50 anos (RP = 1,33; IC95% 1,02;1,74; déficit cognitivo (RP = 1,45; IC95% 1,21;1,75; percepção de saúde regular (RP = 1,95; IC95% 1,47;2,60 e ruim (RP = 2,64; IC95% 1,82;3,83; dependência funcional (RP = 1,83; IC95% 1,43; 2,33; e dor crônica (RP = 1,35; IC95% 1,10;1,67. Grupo etário de 70 a 79 anos (RP = 0,77; IC95% 0,64;0,93; atividade física de lazer (RP = 0,75; IC95% 0,59;0,94; participação em grupos de convivência ou religiosos (RP = 0,80; IC95% 0,64;0,99; e ter relação sexual (RP = 0,70; IC95% 0,53;0,94 mostraram-se fatores protetores ao aparecimento dos sintomas depressivos. CONCLUSÕES Situação clínica adversa, desvantagem socioeconômica e pouca atividade social e sexual mostraram-se associadas aos sintomas depressivos em idosos.

  4. Temperamento e Caráter na Resposta à Terapia Cognitivo-Comportamental para Transtorno de Pânico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Cassiane Finkler

    Full Text Available RESUMO O estudo investigou o impacto das características de temperamento e caráter na resposta à terapia cognitivo-comportamental (TCC para pacientes com transtorno de pânico (TP. Um total de 55 pacientes realizou 12 sessões de TCC em grupo (TCCG. A gravidade dos sintomas foi verificada antes e após a intervenção, e o Inventário de Temperamento e Caráter de Cloninger foi aplicado no início do tratamento. Observou-se uma redução significativa na gravidade do TP após a intervenção. Análises de regressão indicaram que as características de temperamento (persistência e caráter (autodirecionamento e cooperatividade não se mostraram significativamente relacionadas à melhora da agorafobia e de sintomas depressivos, permanecendo a gravidade inicial desses sintomas como fatores independentes de resposta à TCCG.

  5. Adesão ao tratamento no transtorno bipolar

    OpenAIRE

    Santin,Aida; Ceresér,Keila; Rosa,Adriane

    2005-01-01

    O transtorno bipolar (TB) é uma doença crônica, recorrente, presente em 1,5% da população, estando associada a altas taxas de mortalidade e prejuízos socioeconômicos. O lítio, a carbamazepina e o ácido valpróico são os estabilizadores de humor mais usados. Em tratamentos prolongados, como é o caso do TB, a má-adesão dos pacientes é uma das maiores dificuldades. Verifica-se que fatores ligados ao paciente, aos medicamentos e aos médicos possam ser responsáveis pela baixa adesão. A psicoeducaçã...

  6. Transtornos alimentares comórbidos em uma amostra clínica de adultos com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade Comorbid eating disorders in a Brazilian Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder adult clinical sample

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Mattos

    2004-12-01

    Full Text Available A comorbidade de transtornos alimentares (TA com o transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH é pouco investigada, apesar de relevante para o tratamento clínico. MÉTODOS: 86 adultos com transtorno do déficit de atenção com hipeartividade segundo o DSM-IV de uma amostra inicial de 107 indivíduos auto-referidos para um centro especializado em TDAH foram entrevistados com o SCID-P para avaliar a presença de transtornos alimentares e outros transtornos comórbidos. RESULTADOS: Nove pacientes apresentavam transtornos alimentares, sendo o transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP o diagnóstico mais comum. O grupo com transtornos alimentares revelou maior número de comorbidades (p=0,02, não foram observadas, entretanto, diferenças quanto ao sexo, idade na avaliação atual, escolaridade e tipo de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade entre os grupos. CONCLUSÃO: Amostras clínicas de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade podem apresentar elevada prevalência de comorbidade com transtorno da compulsão alimentar periódica. Pacientes com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade e transtornos alimentares podem apresentar um perfil diferente de comorbidades.Although comorbidity between attention-deficit/hyperactivity disorder (ADHD and eating disorders (ED is relevant for clinical treatment, it is seldom investigated. METHODS: 86 DSM-IV attention deficity hyperactivity disorder patients out of 107 self-referred adults in a specialized center for attention deficity hyperactivity disorder were interviewed using SCID-R to evaluate the lifetime prevalence of ED and other comorbid conditions. RESULTS: Nine attention deficity hyperactivity disorder patients had comorbid eating disorders; binge eating disorder (BED was the most common diagnosis. The group with eating disorders presented a higher prevalence of other comorbid disorders (p=0.02. No significant differences were

  7. O insight no transtorno bipolar: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael de Assis da Silva

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos Realizar uma revisão sistemática para compreender que fatores estão relacionados a uma maior ou menor consciência de morbidade no transtorno bipolar (TB, como o insight varia em função do estado afetivo e estabelecer uma comparação com outros transtornos mentais. Métodos Realizou-se uma revisão sistemática da literatura científica sobre o insight em pacientes com TB. Foram buscados estudos clínicos originais sobre o tema nas bases de dados Medline, ISI e SciELO. Os termos de busca empregados foram: “insight” OR “awareness” AND “bipolar” OR “mania” OR “manic”. Resultados Foram selecionados 55 artigos. O insight no TB parece ser mais prejudicado do que na depressão unipolar, porém menos do que na esquizofrenia. Com relação ao TB, um menor nível de insight está relacionado à presença de sintomas psicóticos e de alterações cognitivas. Além disso, um comprometimento do insight está associado a uma menor adesão ao tratamento. Por outro lado, uma maior preservação do insight pode estar associada a maior ideação suicida. Finalmente, a fase maníaca cursa com um nível inferior de insight quando comparada à fase depressiva ou de eutimia. Conclusão No TB, o insight está significativamente prejudicado, especialmente na mania. Diversos fatores clínicos parecem influenciar o nível de insight.

  8. Transtornos mentais e pobreza no Brasil: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dilma Ferreira da SILVA

    2012-12-01

    Full Text Available Os transtornos mentais são tidos como condições clinicamente significativas caracterizadas por alterações do modo de pensar e do humor ou por comportamentos associados com angústia e/ou deterioração do funcionamento pessoal. Objetivo: Avaliar a relação entre transtornos mentais e situação de pobreza no Brasil apresentada em estudos científicos. Método: Revisão sistemática da literatura científica referente ao período de 2004 a 2009 em busca integrada na Biblioteca Virtual em Saúde - BVS. Resultados: Os estudos pesquisados apontaram uma associação entre os transtornos mentais comuns e fatores associados à pobreza. Grande parte dos estudos referem-se às mulheres como a população mais acometida pelos TMC. Verificou-se também essa associação na população infantil. Conclusão: As desigualdades sociais no Brasil foi associada a problemas de saúde mental na população. Fatores como baixa escolaridade e gênero feminino quando associados à pobreza aumentam a prevalência de TMC. Mulheres apresentam maior prevalência de transtornos mentais comuns. A situação econômica compromete igualmente a saúde mental infantil. A divergência de critérios para classificar pobreza pelos autores é um fator que enfraquece a comparação entre os estudos.

  9. Transtorno do pânico: investigação sobre alterações de relato em terapia analítico-comportamental.

    OpenAIRE

    Siebert, Graziela

    2006-01-01

    O Transtorno do Pânico é um dos mais freqüentes e incapacitantes problemas dentre os transtornos ansiosos, representando um dos motivos de maior procura dos serviços de saúde no Brasil e no mundo. A Terapia Analítico-Comportamental constitui uma proposta com resultados bastante satisfatórios para seu tratamento, e seu enfoque é o esclarecimento da relação entre os sintomas sentidos e descritos pelo cliente e as contingências em operação, das quais seus comportamentos são função. A completa re...

  10. Clinical expression of obsessive-compulsive disorder in women with bipolar disorder Expressão clínica do transtorno obsessivo-compulsivo em uma amostra de mulheres com transtorno de humor bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cilly Klüger Issler

    2005-06-01

    retrospective non-controlled design.RESUMO OBJETIVO: Estudar características clínicas e psicopatológicas do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC em mulheres com transtorno de humor bipolar (THB. MÉTODOS: Foram estudadas, retrospectivamente, 15 pacientes ambulatoriais com diagnósticos simultâneos de transtorno de humor bipolar I (80,0% ou II (20,0% e transtorno obsessivo-compulsivo. A maioria havia buscado tratamento para transtorno de humor bipolar (80,0%. A avaliação constou da Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV (SCID/P, de entrevistas semi-estruturadas para pesquisa de obsessões, compulsões e fenômenos sensoriais que podem preceder as compulsões e de módulo adicional para diagnóstico de tiques motores e vocais crônicos. A gravidade dos sintomas foi investigada através das seguintes escalas: Escala Yale-Brown para Sintomas Obsessivo-Compulsivos, Escala de Avaliação para Depressão de Hamilton e Escala de Avaliação de Mania de Young. RESULTADOS: O transtorno obsessivo-compulsivo teve início precoce em nove (60% casos, instalou-se antes do transtorno de humor bipolar em 10 (66,7% e teve curso crônico flutuante em 13 (86,7%. Houve ampla superposição de tipos de sintomas obsessivo-compulsivos e todas as pacientes apresentaram fenômenos sensoriais precedendo as compulsões. Não houve padrão definido no impacto dos episódios depressivos e maníacos na intensidade dos sintomas obsessivo-compulsivos. Estes aumentaram na depressão e diminuíram na mania em 40,0% dos casos; tiveram o comportamento inverso em 26,7% das pacientes e oscilaram de forma inconsistente nas demais. Diagnosticou-se comorbidade com transtorno de tiques em cinco (33,3% casos. CONCLUSÕES: Nossos resultados sugerem que, em mulheres com comorbidade de transtorno de humor bipolar e transtorno obsessivo-compulsivo, este último apresente características que talvez sejam específicas da associação dos dois transtornos, tais como instalação precoce e presença de fen

  11. Queixa subjetiva de comprometimento da memória em idosos saudáveis: influência de sintomas depressivos, percepção de estresse e autoestima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Talita dos Santos

    2012-10-01

    Full Text Available O presente estudo analisou a relação entre percepção de estresse, sintomas depressivos e autoestima em idosos com e sem queixa subjetiva de comprometimento de memória. Foram incluídos 204 idosos (104 sem e 100 com queixa de memória avaliados a partir do instrumento Memory Assessment Complain Questionnaire (MAC-Q. O protocolo de estudo incluiu a Escala de Estresse Percebido (EEP, a Escala de Depressão Geriátrica (GDS e a Escala de Autoestima de Rosenberg (EAE. Os idosos com queixa de comprometimento apresentaram escores significativamente maiores na EEP e GDS e menores na EAE (p < 0.001. Foi observada correlação negativa entre o escore do MAC-Q e EPP (p < 0.001 e EAE (p = 0.01. A análise de regressão multivariada identificou somente o estresse como fator preditor da queixa subjetiva de memória. Esses dados sugerem que a percepção de estresse e os sintomas depressivos estão associados com a queixa de memória em idosos.

  12. Níveis de zinco sérico em pacientes internados com depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Saueressig

    Full Text Available RESUMO Objetivo Comparar pacientes internados com depressão e com transtorno de humor bipolar em episódio depressivo quanto aos níveis séricos de zinco. Métodos Foram incluídos 46 pacientes com idade igual ou superior a 19 anos, de ambos os sexos, internados em Unidade de Internação Psiquiátrica de um hospital universitário do sul do Brasil. Os participantes foram divididos em dois grupos: Grupo Depressão (Grupo D e Grupo com Transtorno de Humor Bipolar em episódio depressivo (Grupo THB. A análise do zinco sérico foi realizada por meio de espectrofotometria de absorção atômica. Como valores de referência para normalidade, foram adotados níveis de zinco sérico acima de 59 µg/dL para mulheres e acima de 61 µg/dL para homens. Resultados Os níveis de zinco sérico estavam dentro do padrão de normalidade em 95,7% dos pacientes. A mediana de zinco no Grupo D foi de 88,5 µg/dL e de 81,5 µg/dL no Grupo THB, porém essa diferença não foi estatisticamente significativa. O Grupo THB apresentou valores maiores de índice de massa corporal (IMC, LDL colesterol e mais internações psiquiátricas prévias. Conclusão Os resultados encontrados no presente estudo mostram que os níveis de zinco sérico em pacientes em uso de antidepressivos e outras medicações psiquiátricas, internados por THB em episódio depressivo, quando comparados a pacientes com depressão, não diferiram e estavam dentro da faixa de normalidade. O uso dessas medicações pode ter influência nas concentrações séricas do mineral.

  13. Análise comparativa do registro médico-pericial do diagnóstico de transtornos mentais de segurados do Instituto Nacional do Seguro Social requerentes de auxílio-doença Comparative analysis of the expertise recordings of mental disorders diagnoses of secured citizens of the Brazilian National Institute of Social Security requiring sickness benefit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Kelmer Siano

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Analisar comparativamente os registros médico-periciais dos diagnósticos de segurados do INSS requerentes de auxílio-doença apresentando transtorno mental. MÉTODO: Estudo retrospectivo de registros de perícias iniciais realizadas em agências da Previdência Social de Juiz de Fora, MG, entre julho/2004 e dezembro/2006. Foram realizadas análises bivariadas de acordo com o local de realização da perícia, categoria de perito médico examinador e período da avaliação RESULTADOS: Transtornos depressivos leves ou moderados e transtornos persistentes do humor (39,6% e os transtornos de ansiedade (34,5% - quadros mais leves que não comprometeriam tanto a capacidade laborativa - foram os diagnósticos mais frequentemente registrados. Dentre as comorbidades, transtornos mentais foram mais frequentes (33,6% que quadros clínicos, especialmente na agência Riachuelo, entre peritos concursados após 2005 e no quarto período estudado. A concordância entre o diagnóstico do benefício atual e o do benefício anterior foi baixa, inferior a 50% na maioria dos casos, mesmo para transtornos mentais graves e com características clínicas mais bem definidas, como as psicoses. A maior taxa de concordância ocorreu com os transtornos por uso de substâncias psicoativas entre peritos credenciados (66,7%. CONCLUSÃO: Este estudo evidencia possíveis falhas no treinamento dos peritos médicos de Juiz de Fora no que se refere ao registro do diagnóstico dos transtornos mentais dos segurados avaliados.OBJECTIVES: Comparative analysis of the expertise recordings of diagnoses of the secured citizens of the Brazilian National Institute of Social Security (INSS requiring sickness benefit and presenting mental disorders. METHOD: Retrospective study of the recordings of initial expertise examinations performed in the INSS offices in Juiz de Fora, MG, Brazil, between July/2004 and December/2006. Bivariate analyses according to the site where the

  14. Transtornos externalizantes em adultos com TDAH

    OpenAIRE

    Eduardo Schneider Vitola

    2011-01-01

    Objetivos: O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH), o transtorno de conduta (TC) e o transtorno opositor desafiante (TOD) frequentemente ocorrem juntos na infância. No entanto, a existência e importância destes transtornos na vida adulta ainda é motivo de discussão. Este estudo tem como objetivo avaliar a extensão do impacto da história de TOD e TC na saúde mental global de indivíduos com TDAH persistente. Visa também avaliar a relação desses achados com o modelo de desinibiç...

  15. Repercussões do transtorno disfórico pré-menstrual entre universitárias Effects of premenstrual dysphoric disorder among college students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Conceição Passos de Carvalho

    2009-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM é uma variante mais grave da síndrome pré-menstrual que apresenta a oscilação do humor como fator mais perturbador e debilitante, repercutindo na qualidade de vida das mulheres em idade reprodutiva. O objetivo deste estudo foi identificar as principais repercussões físicas e emocionais causadas pela TDPM entre universitárias de Fisioterapia. MÉTODO: Estudo do tipo corte transversal, descritivo e analítico, realizado no período de agosto a dezembro de 2008 em 259 universitárias. Os instrumentos utilizados para a realização desta pesquisa foram: um questionário contendo questões socioeconômicas, o Questionário de Sintomas Menstruais (Menstrual Symptom Questionnaire, MSQ, a escala de autoavaliação de síndrome de transtorno pré-menstrual de Steiner e o Questionário de Autoavaliação da Escala de Hamilton para Depressão. A análise estatística foi descritiva e analítica, sendo utilizado o teste qui-quadrado ou o teste exato de Fisher, sendo que todas as conclusões foram tomadas ao nível de significância de 5%. RESULTADOS: Encontramos alta prevalência de repercussões somáticas e emocionais. Através dos sinais e sintomas pesquisados pelo MSQ entre as portadoras de TDPM, observou-se uma associação do transtorno com os sintomas depressivos (p = 0,048. Os demais sintomas como ansiedade, labilidade de humor, sintomas somáticos, habilidade para realizar tarefas e dor não apresentaram correlação. CONCLUSÃO: O TDPM provocou desconforto físico e emocional e revelou uma correlação significativa com os sintomas depressivos, sugerindo tratar-se de uma expressão clínica de transtorno de humor.INTRODUCTION: Maternal premenstrual dysphoric disorder (PMDD is a severe variant of premenstrual syndrome in which mood swings is the most disturbing and debilitating symptom, affecting the quality of life of women of reproductive age. The objective of this study was to

  16. Estudo retrospectivo da associação entre transtorno de pânico em adultos e transtorno de ansiedade na infância Retrospective study of the association between adulthood panic disorder and childhood anxiety disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Gus Manfro

    2002-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: A etiologia do transtorno do pânico (TP é provavelmente multifatorial, incluindo fatores genéticos, biológicos, cognitivo-comportamentais e psicossociais que contribuem para o aparecimento de sintomas de ansiedade, muitas vezes durante a infância. O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre história de transtornos de ansiedade na infância e transtorno do pânico na vida adulta. MÉTODOS: Foram avaliados retrospectivamente 84 pacientes adultos com transtorno do pânico quanto à presença de história de transtornos de ansiedade na infância, por meio de uma entrevista estruturada (K-SADS-E e DICA-P. A presença de comorbidades com outros transtornos de ansiedade e de humor foi avaliada por uma revisão de registros médicos. RESULTADOS: Observou-se que 59,5% dos pacientes adultos com TP apresentavam história de ansiedade na infância. Encontrou-se uma associação significativa entre a presença de história de transtorno de ansiedade generalizada na infância e a presença de comorbidades com o TP na vida adulta, como agorafobia (p=0,05 e depressão (p=0,03. CONCLUSÕES: Este estudo sugere que a história de transtorno de ansiedade na infância pode ser considerada um preditor de maior gravidade para o transtorno do pânico na vida adulta.OBJECTIVE: The etiology of panic disorder is probably multifactorial, involving genetic, biological, cognitive-behavioral and psychosocial factors that may contribute to the onset of anxiety symptoms in childhood. The aim of this study is to analyze the relationship between past history of anxiety disorder in childhood and panic disorder in adult life. METHODS: Using a structured interview (K-SADS-E and DICA-P, 84 panic disorder adult patients were interviewed and childhood anxiety disorder was retrospectively investigated. A review of medical registers was performed to assess comorbidities with other anxiety and mood disorders. RESULTS: Of the patients studied, 59,5% had past

  17. Prevalência e fatores associados a sintomas depressivos em adultos do sul do Brasil: estudo transversal de base populacional Prevalence of depressive symptons and associated factors among southern Brazilian adults: cross-sectional population-based study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2010-12-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar a prevalência de sintomas depressivos e examinar fatores associados em uma população adulta do sul do Brasil, foi realizado um estudo transversal de base populacional, incluindo 972 indivíduos, de ambos os sexos, idade entre 20 e 69 anos, moradores na zona urbana da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul. A seleção amostral teve os setores censitários do município como unidades amostrais primárias e os domicílios como unidades secundárias. O questionário incluiu variáveis socioeconômicas, comportamentais e nutricionais. As prevalências dos sintomas depressivos tristeza, ansiedade, falta de energia, falta de disposição, pensar no passado e preferir ficar em casa, na população de Pelotas, foram, respectivamente, de 29,4%, 57,6%, 37,4%, 40,4%, 33,8% e 54,3%. Concluiu-se que as prevalências de sintomas depressivos foram elevadas e os indivíduos do sexo feminino, idade avançada, fumantes e obesos mostraram-se associadas à maioria dos desfechos. A depressão é um importante problema de saúde publica e o conhecimento de como a sintomatologia depressiva se distribui na população e os fatores associados à sua presença podem ajudar no melhor entendimento da fenomenologia dos transtornos depressivos e a traçar estratégias de prevenção e intervenção.To identify the prevalence of depressive symptoms and examine associated factors in a Southern Brazilian adult population, a cross-sectional population-based study was carried out, including 972 subjects, men and women, aged 20 to 69 years, living in the urban area of Pelotas, Rio Grande do Sul. The sampling strategy relied on the census tracts of the city as primary sampling units and households as the secondary units. The questionnaire included socio-demographic, behavioral and nutritional variables. The prevalence of sadness, anxiety, loss of energy, lack of will to do things, thinking about the past, and wishing to stay at home were 29.4%, 57

  18. Transtorno bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alda Martin

    1999-01-01

    Full Text Available Os resultados de estudos de famílias sugerem que o transtorno bipolar tenha uma base genética. Essa hipótese foi reforçada em estudos de adoção e de gêmeos. A herança do transtorno bipolar é complexa, envolve vários genes, além de apresentar heterogeneidade e interação entre fatores genéticos e não-genéticos. Achados, que já foram replicados, já implicaram os cromossomos 4, 12, 18 e 21, entre outros, na busca por genes de suscetibilidade. Os resultados mais promissores foram obtidos através de estudos de ligação. Por outro lado, os estudos de associação geraram dados interessantes, mas ainda vagos. Os estudos de populações de pacientes homogêneos e a melhor definição do fenótipo deverão contribuir para avanços futuros. A identificação dos genes relacionados ao transtorno bipolar irá permitir o melhor entendimento e tratamento dessa doença.

  19. Transtorno de estresse pós-traumático e uso de drogas ilícitas em mulheres encarceradas no Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Byanka Quitete

    2012-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O risco para o desenvolvimento de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT entre mulheres encarceradas pode estar associado ao consumo de drogas. OBJETIVOS: Determinar a frequência de TEPT entre mulheres encarceradas e sua relação com o uso de drogas na prisão. As voluntárias foram também avaliadas para a determinação de ansiedade-traço, depressão, eventos estressores e características sociodemográficas e comparadas quanto à presença ou não do transtorno. MÉTODOS: Estudo transversal com mulheres encarceradas em que foram utilizados para a avaliação de TEPT os critérios determinados pelo DSM-IV, o Inventário Christo para descrição de uso de drogas, o Inventário de Ansiedade Traço-Estado e o Inventário Beck para avaliação de sintomas de ansiedade e depressão, respectivamente. RESULTADOS: Das 134 mulheres avaliadas, 40,3% apresentaram TEPT. Houve maior uso diário de cocaína entre as positivas para o transtorno (p < 0,01. O uso diário de drogas ilícitas na prisão foi descrito por 53% das entrevistadas. Todas as participantes TEPT-positivas apresentavam algum grau de depressão em comparação às TEPT-negativas (p < 0,05. CONCLUSÃO: A alta prevalência de TEPT encontrada é comparável à de populações de risco. Apesar de estarem em regime prisional, é alto o uso de drogas ilícitas. O maior uso de cocaína entre as detentas que apresentaram TEPT indica preferência por drogas estimulantes em mulheres com o transtorno.

  20. Associação entre sintomas depressivos e funcionamento social em cuidados primários à saúde Association of depressive symptoms and social functioning in primary care service, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Pio de Almeida Fleck

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Os transtornos depressivos constituem um problema de saúde pública devido a sua alta prevalência e impacto psicossocial. Pacientes deprimidos são freqüentadores assíduos de serviços de atendimento primário, porém, muitas vezes, não são diagnosticados como tais. O objetivo do estudo é avaliar a associação entre sintomas depressivos e funcionamento social numa amostra de pacientes que procuraram um serviço de cuidados primários em uma capital brasileira. MÉTODOS: Foram avaliados 2.201 usuários de serviços de cuidados de saúde primários de Porto Alegre quanto à saúde física e emocional. Foi aplicado questionário em entrevista única, com duas questões genéricas de avaliação de qualidade de vida do World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-Breve, mais itens do Medical Outcomes Study Short-Forms 12 (SF-12 e MHI 5 (MHI-5, do Centers for Epidemiologic Studies -- Depression (CES-D, além de outras questões referentes a busca de atendimento médico e faltas ao trabalho. Foram realizados testes de Kruska-Wallis e de comparações múltiplas de Tambane. RESULTADOS: Dos indivíduos estudados, 79,5% eram do sexo feminino, com média de idade de 40 anos. A intensidade da sintomatologia depressiva medida pelo CES-D foi de 20,2 para as mulheres e de 16,2 para os homens. Todos os parâmetros avaliados tiveram relação inversa com a intensidade dos sintomas depressivos. CONCLUSÕES: Os resultados reforçam a afirmativa de que a sintomatologia depressiva tem uma alta associação com pior funcionamento social e qualidade de vida e maior utilização de recursos de saúde em pacientes de cuidados primários.OBJECTIVE: Depressive disorders represent a major public health problem due to their high prevalence and psychosocial impact. Depressed patients are assiduous users of primary care services, although their depression is very often misdiagnosed. The objective of the study is to evaluate the association between

  1. Transtorno bipolar de início tardio: uma variedade orgânica do transtorno de humor?

    OpenAIRE

    Almeida,Osvaldo P

    2004-01-01

    Transtorno bipolar (TB) é comumente associado à fase final da adolescência ou idade adulta jovem, embora em uma proporção substancial dos pacientes a doença comece em fases mais tardias da vida. Os resultados de várias investigações clínicas sugerem que casos de transtorno bipolar com início tardio têm, mais freqüentemente, uma "causa orgânica" e que isso justificaria a subdivisão do transtorno bipolar entre "início precoce" e "início tardio". Este artigo revê a literatura sobre a hipótese or...

  2. Fatores associados a sintomas de transtornos alimentares entre escolares da rede pública da cidade do Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaisy Cristina Honorato Santos Alves

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar prevalência e fatores associados aos sintomas de transtornos alimentares entre escolares. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 365 escolares, de 7 a 14 anos de idade, do ensino fundamental de Salvador/BA. Aplicou-se nos escolares 13 anos de idade, o Teste de Atitudes Alimentares-26, o Teste de Investigação Bulímica de Edinburgh e o Teste de Imagem Corporal. O Child Behavior Checklist foi aplicado para todos os escolares. Coletaram-se dados antropométricos e alimentares, sobre estilo de vida, demográficos, socioeconômicos e puberais. Na análise estatística utilizou-se regressão de Poisson. RESULTADOS: Sintomas de transtornos alimentares estavam presentes em 23% dos escolares. Idade (RP: 1,25; IC95%: 1,11-1,40, insatisfação com imagem corporal (RP: 4,23; IC95%: 2,53-7,08, problema de comportamento de internalização (RP: 1,78; IC95%: 1,11-2,85, substituição das refeições por consumo de balas (RP: 2,14; IC95%: 1,24-3,69, maior consumo de frutas e outros vegetais (RP: 2,49; IC95%: 1,55-3,99 e escolaridade materna de 5ª a 8ª série (RP: 1,95; IC95%: 1,06-3,58 associaram-se ao aumento da ocorrência dos sintomas de transtornos alimentares. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de sintomas de transtornos alimentares entre os escolares; fatores sociodemográficos e comportamentais estavam associados ao evento.

  3. Associação entre depressão na perimenopausa e níveis séricos de estradiol e hormônio folículo-estimulante Association between depression in the perimenopause and serum levels of estradiol (E2 and follicle-stimulating hormone (FSH

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudio N Soares

    2000-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: A perimenopausa é freqüentemente associada ao surgimento de alterações físicas e emocionais. Estudos prévios indicam uma associação entre variações dos hormônios folículo-estimulante (FSH, luteinizante (LH bem como de estrógenos e o surgimento de transtornos do humor, particularmente depressão. Este estudo investigou a correlação entre mudanças nos níveis de estradiol (E2 e FSH e a sintomatologia depressiva em mulheres na perimenopausa. MÉTODOS: Cinqüenta mulheres foram recrutadas nos atendimentos de uma clínica de menopausa e de um serviço psiquiátrico para realização de ensaio clínico com uso de 17 b-estradiol ou placebo. Selecionaram-se mulheres em perimenopausa (idade entre 40 e 55 anos, presença de alterações vasomotoras, irregularidade menstrual nos últimos 6 meses e/ou amenorréia há no máximo 12 meses, níveis de FSH>20 UI/L e com diagnóstico de transtorno depressivo pelo DSM-IV (transtorno depressivo maior, transtorno distímico ou transtorno depressivo sem outra especificação. Dosagens séricas iniciais e finais (semana 12 de FSH e E2, bem como avaliações da sintomatologia depressiva (escores da MADRS foram analisadas e suas correlações investigadas. RESULTADOS: As pacientes apresentaram mudanças (pOBJECTIVES: Previous studies suggest that the perimenopause is a period of increased risk for physical and emotional disturbances. The intense fluctuation in hormone levels during the perimenopause has been associated with the presence of depressive symptoms. The present study investigated the association between levels of estradiol (E2 and follicle-stimulating hormone (FSH and the severity of depressive symptoms of women in the perimenopause. METHODS: Fifty perimenopausal women (age: 40-55 years, all meeting DSM-IV criteria for depressive disorders [major depressive disorder, dysthymia or depressive disorders NOS], with irregular periods and FSH levels > 20 IU/L were selected from a larger

  4. Temperament and character dimensions and their relationship to major depression and panic disorder Dimensões de temperamento e caráter e sua relação com depressão maior e transtorno do pânico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Dyskant Mochcovitch

    2012-10-01

    Full Text Available INTRODUCTION: Since the first publication of Cloninger's psychobiological model of personality, the relationship between temperament and character dimensions and psychiatric disorders has been widely studied. The exact nature of this interaction, however, is still unclear. Different models have been proposed (state-dependency, vulnerability, continuous spectrum etc. OBJECTIVE: To analyze the relationship between temperament and character dimensions with depression and panic disorder. METHOD: Systematic review on interventional studies published up until December 2011 on MEDLINE and ISI databases. Also, a brief review on genetic studies is hereby undertaken, aiming to discuss the gene-environment interaction in relation to this topic. RESULTS: Thirteen studies were included: 10 related to depression and 3 to panic disorder (or unspecific anxiety symptoms. All of them showed association between high harm avoidance (HA and low selfdirectedness (SD with depression and anxiety symptoms. Longitudinal studies demonstrated that these traits may not be just state-dependent. CONCLUSIONS: HA and SD dimensions are associated with both the occurrence of depressive and anxiety symptoms. There is also some evidence to suggest that high HA and low SD indicates susceptibility to depression. Longitudinal studies are not sufficient to affirm the same about panic disorder up to the present moment.INTRODUÇÃO: Desde a primeira publicação do modelo psicobiológico de personalidade de Robert Cloninger, a relação entre as dimensões de temperamento e caráter e transtornos psiquiátricos tem sido amplamente estudada. A natureza exata dessa interação, no entanto, ainda não está totalmente esclarecida. Diferentes modelos foram propostos (estado-dependência, vulnerabilidade, espectro contínuo. OBJETIVO: Analisar a associação entre as dimensões de temperamento e caráter e os diagnósticos de depressão maior e transtorno do pânico. MÉTODO:Revisão sistem

  5. A Influência de um protocolo de coordenação motora no estado depressivo e estado cognitivo

    OpenAIRE

    Costa, Cândida; Pinheira, Vítor; Rodrigues, Abel

    2014-01-01

    Introdução: São conhecidos os efeitos positivos do exercício terapêutico no estado depressivo e estado cognitivo do idoso. Objetivo: Este estudo teve como objetivos avaliar e comparar os efeitos de um protocolo de coordenação motora, com a duração de 8 semanas, duas vezes por semana, 50 minutos cada sessão, no estado depressivo e estado cognitivo. Metodologia: 30 idosos (81,43 ±8,97 anos), 66,7% mulheres, clinicamente estáveis e capazes de realizar marcha, numa amostra por conveniência...

  6. Perfectionism in obsessive-compulsive and eating disorders Perfeccionismo no transtorno obsessivo-compulsivo e nos transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Berta Rodrigues Maia

    2009-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The main aims of this article are twofold. First, to assess perfectionism dimensions in obsessive-compulsive disorder and eating disorders in comparison with psychiatric control (depression/anxiety and non-clinical control groups. Second, to examine if perfectionism is specifically related to these different clinical conditions. METHOD: Thirty-nine outpatients with obsessive-compulsive disorder, 24 outpatients with eating disorders, 65 outpatients with a diagnosis of depression and/or anxiety, and 70 non-clinical participants completed the Portuguese version of the Multidimensional Perfectionism Scale. RESULTS: Compared to non-clinical subjects, individuals of all clinical samples had significantly higher scores on Multidimensional Perfectionism Scale total score, Self-Oriented and Socially-Prescribed Perfectionism. There were no significantly differences in Self-Oriented Perfectionism and Multidimensional Perfectionism Scale total score in all the three clinical samples. Subjects from the eating disorders sample had significantly higher scores of Socially-Prescribed Perfectionism in comparison to obsessive-compulsive disorder and psychiatric control samples. CONCLUSION: Perfectionism showed to be related with this broad range of psychopathologies. However, the differences between eating disorders versus obsessive-compulsive disorder and psychiatric control on Socially-Prescribed Perfectionism warrant further investigation in order to clarify the specificity of this perfectionism dimension in eating disorders.OBJETIVO: Este estudo tem dois objetivos principais. Primeiro, avaliar as dimensões do perfeccionismo no transtorno obsessivo-compulsivo e nos transtornos alimentares em comparação com duas amostras controle: psiquiátrica (depressão/ansiedade e não clínica. Segundo, avaliar se o perfeccionismo é um traço de personalidade especificamente relacionado com estas diferentes condições clínicas. MÉTODO: 39 pacientes com

  7. Estudo retrospectivo da associação entre transtorno de pânico em adultos e transtorno de ansiedade na infância

    OpenAIRE

    Manfro,Gisele Gus; Isolan,Luciano; Blaya,Carolina; Santos,Lissandra; Silva,Maura

    2002-01-01

    OBJETIVO: A etiologia do transtorno do pânico (TP) é provavelmente multifatorial, incluindo fatores genéticos, biológicos, cognitivo-comportamentais e psicossociais que contribuem para o aparecimento de sintomas de ansiedade, muitas vezes durante a infância. O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre história de transtornos de ansiedade na infância e transtorno do pânico na vida adulta. MÉTODOS: Foram avaliados retrospectivamente 84 pacientes adultos com transtorno do pânico quanto à...

  8. Pathological gambling and obsessive-compulsive disorder: towards a spectrum of disorders of volition Jogo patológico e transtorno obsessivo-compulsivo: rumo a um espectro de transtornos da volição

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hermano Tavares

    2007-06-01

    -compulsivo. MÉTODO: Quarenta jogadores e 40 portadores de transtorno obsessivo-compulsivo pareados a 40 voluntários normais de acordo com gênero, idade e nível educacional foram avaliados através do Questionário de Temperamento e Caráter e da Escala de Impulsividade de Barratt. Para os pacientes, dados sobre curso da doença e comorbidade psiquiátrica também foram avaliados. RESULTADOS: O transtorno obsessivo-compulsivo apresentou início mais precoce, mas o desenvolvimento da síndrome completa foi mais longo. O jogo patológico teve comorbidade mais elevada com transtornos pelo uso de substâncias, e o transtorno obsessivo-compulsivo teve maior comorbidade com transtornos somatoformes. Os jogadores tiveram escores mais elevados do que os controles nos subfatores Impulsividade, Extravagância e Desorganização, e Medo da Incerteza. Os pacientes obsessivo-compulsivos tiveram escores mais elevados do que os controles em Medo da Incerteza. Impulsividade, Extravagância e Desorganização se correlacionaram significativamente com o escore total na Escala de Impulsividade de Barratt, enquanto Medo da Incerteza não. DISCUSSÃO: O perfil de curso e comorbidade do jogo patológico se parece com o de uma dependência, diferindo do transtorno obsessivo-compulsivo. O jogo patológico combina traços impulsivos e compulsivos. Impulsividade e compulsividade são construtos ortogonais e implicados nos aspectos volitivos das síndromes comportamentais.

  9. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade, comorbidades e situações de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo C. Reinhardt

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH apresenta alta prevalência, e seus sintomas apresentam-se frequentemente como um problema de saúde pública considerável. Assim, o objetivo desta revisão é verificar estas situações de urgência provocadas por determinadas comorbidades, ou por expor o paciente a um maior risco de acidentes. FONTE DOS DADOS: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica na base de dados PubMed entre os anos de 1992 e 2012, utilizando os descritores "adhd", "urgency", "comorbidity", "substance disorder", "alcohol", "eating disorder", "suicide", "trauma", "abuse", "crime", "internet", "videogame", "bullying", e suas combinações. A seleção dos artigos considerou aqueles mais relevantes de acordo com a abrangência do tema proposto, de forma não sistemática. SíNTESE DOS DADOS: Foram encontradas diversas situações em que o TDAH é o diagnóstico psiquiátrico mais relevante em relação à urgência, como risco de acidentes, risco de suicídio e adição, exposição à violência ou risco de abuso de internet ou abuso sexual; ou então o TDAH é a comorbidade mais prevalente e está igualmente correlacionada à urgência, como no transtorno de humor bipolar e nos transtornos alimentares. CONCLUSÕES: Nossos resultados mostram diversas comorbidades e situações de risco envolvendo o diagnóstico de TDAH e, assim, reforçam a importância de serem reconhecidas para um tratamento adequado deste transtorno.

  10. DISTÚRBIO DE CONDUTA E TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVDADE: UMA ANÁLISE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henata Mariana Oliveira Mazzoni

    2010-06-01

    Full Text Available É cada vez maior o número de pais que procuram tratamento para o filho com comportamentos inadequados que se assemelham aos característicos do Transtorno de Deficit de Atenção/ Hiperatividade TDAH, relacionados a inatenção, hiperatividade e impulsividade, mas que nem sempre correspondem ao transtorno. Este trabalho teve como objetivo analisar as queixas clínicas dos aspectos comportamentais que caracterizam o TDAH em crianças e adolescentes, através da pesquisa documental. Participaram da análise, 17 casos com queixa de pais e professores sobre os comportamentos apresentados pelas crianças em fase escolar fundamental. As queixas nomeadas de maior incidência e impacto foram: “falta de atenção” (28% e “agitação” (21%. Nomeações como “problemas de comportamento” (9%, “impulsividade” (5%, “impaciência” (5%, “nervosismo” (2%, “rebeldia” (2%, sugeriram comportamentos coexistentes de uma mesma categoria relacionada à inabilidade social (24%. Outras queixas apareceram relacionadas às dificuldades na aprendizagem (7%. Complementando o estudo com pareceres interdisciplinares, neurológico, psicológico e pedagógico, observou-se que foi atribuído diagnóstico de TDAH somente a três casos, correspondendo a 17% da amostra. O estudo concluiu que as queixas dos pais e professores tiveram correlação sem significância estatística, quanti e qualitativa com os sinais sugestivos de TDAH.

  11. DISFUNÇÃO EXECUTIVA NO TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO E NA SÍNDROME DE TOURETTE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Menezes

    2011-01-01

    Full Text Available Dentre as habilidades cognitivas mais estudadas recentemente estão as funções executivas (FE, que são essenciais na execução de tarefas novas e permitem o engajamento do indivíduo em ações direcionadas a metas. Disfunções executivas são reconhecidas em diversos quadros psiquiátricos, inclusive no transtorno obsessivo-compulsivo (TOC e na síndrome de Tourette (ST. Esta revisão teórica teve por objetivo ampliar o conhecimento a respeito da relação entre alterações de FE e os transtornos mencionados. Em sua maior parte, os estudos científicos voltados à área têm apresentado uma estreita associação entre o prejuízo no funcionamento executivo, o TOC e a ST. Entretanto, há pesquisas que refutam esta afirmação, mostrando que não há ainda uma teoria determinante sobre esta relação. Além disso, mesmo dentre as pesquisas que compartilham a relação entre FE, TOC e ST, não é possível afirmar quais habilidades executivas específicas estão prejudicadas em cada caso. Assim, o estudo permite concluir que, mesmo com o aumento do número de pesquisas realizadas, muitos questionamentos persistem sobre o prejuízo das funções executivas nestes transtornos psiquiátricos. Esses dados revelam a necessidade de mais pesquisas sobre o tema, o que pode vir a melhorar consideravelmente a qualidade dos diagnósticos, prognósticos e tratamentos realizados

  12. Transtornos de personalidade em pacientes com fobia social Personality disorders in a sample of social phobics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tito Paes de Barros Neto

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi investigar se outros transtornos de personalidade, além do transtorno de personalidade esquiva, ocorrem entre fóbicos sociais. Vinte e dois pacientes com diagnóstico de fobia social de acordo com os critérios do DSM-III-R foram avaliados através do Inventário Multifásico Minnesota de Personalidade (MMPI, da Entrevista Estruturada para Distúrbios de Personalidade do DSM-III-R (SIDP-R e do Exame do Estado Psíquico (PSE. Catorze pacientes (64% da amostra receberam pelo menos um diagnóstico de transtorno de personalidade - todos estes receberam o diagnóstico de transtorno de personalidade esquiva. Metade dos pacientes que recebeu o diagnóstico de transtornos de personalidade apresentou dois ou mais transtornos de personalidade. O transtorno de personalidade paranóide foi diagnosticado em seis pacientes (27%. Dez pacientes (46%, avaliados através do MMPI, apresentaram escore patológico na escala paranóia (Pa. Outros traços patológicos de personalidade foram observados nas escalas depressão (D, histeria (Hy e introversão-extroversão (Si do MMPI. Idéias de referência não-delirantes (IR do PSE ocorreram em 19 pacientes. O transtorno de personalidade paranóide foi diagnosticado com freqüência maior neste estudo do que na maioria dos estudos realizados com fóbicos sociais. Isso parece ter ocorrido por sobreposição de critérios diagnósticos pouco específicos e também por auto-referência e traços paranóides de personalidade, como hipersensibilidade e preocupação com a opinião alheia.The aim of this study was to investigate if other comorbid personality disorders, other than avoidant personality disorder, occur among social phobics. Twenty-two patients with a social phobia diagnosis according to DSM-III-R criteria were evaluated by using the Minnesota Multiphasic Personality Inventory (MMPI, the Structured Interview for DSM-III-R Personality Disorders (SIDP-R and the Present State

  13. Antidepressant treatment-emergent affective switch in bipolar disorder: a prospective case-control study of outcome Ciclagem afetiva associada a tratamento com antidepressivo no transtorno bipolar: estudo caso-controle prospectivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Sayuri Tamada

    2006-12-01

    érios diagnósticos do DSM-IV, foram seguidos por 12 meses: 12 pacientes com mania associada a antidepressivo e 12 pacientes com mania espontânea. Os pacientes foram avaliados semanalmente com a Escala para Mania de Young e a Escala para Depressão de Hamilton até remissão do episódio inicial e, mensalmente, até completar o período de seguimento de 12 meses. RESULTADOS: Onze pacientes com mania associada ao antidepressivo tiveram uma recorrência no seguimento, sendo todos os episódios depressivos. No grupo de mania espontânea, seis pacientes apresentaram recorrência, sendo dois episódios depressivos, e quatro episódios de mania (p = 0,069 para novo episódio e p = 0,006 para polaridade do episódio. Pacientes com mania associada a antidepressivo recaíram em um menor período de tempo que os pacientes com mania espontânea (p = 0,016. CONCLUSÕES: Neste estudo prospectivo, os pacientes com mania associada a antidepressivo apresentaram maior risco de recorrência, especialmente episódios depressivos, e com menor duração de remissão quando comparados aos pacientes com mania espontânea.

  14. Prevalência de transtornos psiquiátricos em jovens infratores na cidade do Rio de Janeiro (RJ, Brasil: estudo de gênero e relação com a gravidade do delito Prevalence of psychiatric disorders in juvenile offenders in the city of Rio de Janeiro (RJ, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Candido de Andrade

    2011-04-01

    Full Text Available Cresce no Brasil a prevalência de jovens infratores, principalmente do gênero feminino. A literatura aponta para prevalências aumentadas de transtornos mentais entre esses jovens em vários países, mas no Brasil faltam estudos. O objetivo é avaliar a prevalência de transtornos mentais em adolescentes sob medida socioeducativa, considerando como hipótese sua diferença entre gêneros com base no tipo de delito cometido. O instrumento usado foi o K-SADS-PL. Como resultados, alta prevalência de transtornos psiquiátricos entre adolescentes infratores, sendo os mais prevalentes: transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (33%, transtorno da conduta (77%, transtorno desafiador opositivo (50%, transtornos de ansiedade (70%, transtorno depressivo (50%, abuso de drogas ilícitas (70% e abuso de álcool (52%. O abuso de álcool aumentou em 2,4 vezes a chance de um adolescente cometer delito violento. Esses dados sugerem às autoridades em saúde pública que tanto a detecção quanto o tratamento precoce de transtornos psiquiátricos na infância podem ajudar na prevenção de atos infratores. Sugerem também que o tratamento em saúde mental dos jovens sob custódia da lei deve ser parte fundamental da recuperação e da ressocialização deles.The prevalence of juvenile offenders in Brazil, mainly among young females, is on the increase. The literature on this issue indicates an increased incidence of mental disorders among young offenders in several countries, though studies in Brazil are lacking. The aim of this article is to study the prevalence of mental disorders in adolescents from a socio-educational standpoint, taking as a hypothesis the gender difference and the type of offense committed. The instrument used was the K-SADS-PL. As results, we found a high prevalence of psychiatric disorders among juvenile offenders, the most common being: attention deficit hhyperactivity disorder (33.3%; behavioral disorder (77

  15. Transtorno de estresse pós-traumático e transtorno de humor bipolar

    OpenAIRE

    Machado Vieira Rodrigo; Gauer Gabriel J C

    2003-01-01

    O Transtorno Bipolar (THB) não é somente uma condição endógena. Severos eventos negativos durante a vida influenciam o desenvolvimento do primeiro episódio e alteram o curso do THB durante a vida. O Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) é uma severa e incapacitante doença mental que afeta uma significativa parcela da população, em algum momento de suas vidas. A presença concomitante de TEPT e THB parece mais freqüente que anteriormente sugerido, e pacientes psicóticos com história de t...

  16. Transtorno borderline: história e atualidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Dalgalarrondo

    Full Text Available No presente trabalho é feita uma revisão histórica e psicopatológica do distúrbio borderline. O autor sugere que a categoria clínica introduzida por Kahlbaum, em 1890, “heiboidophenie”, pode ser considerada como um protoconceito na origem do conceito de transtorno borderline. No final dos anos 70 e 80, sob a influência do DMS-III, a esquizofrenia latente ou borderline se transformava em dois subtipos de transtorno de personalidade: borderline e esquizotípico. Alguns aspectos psicopatológicos do Transtorno de Personalidade Borderline são revistos, com especial ênfase sobre os sintomas afetivos e as alterações no plano das relações interpessoais.

  17. Prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Cardoso Pinheiro

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos O presente estudo objetivou avaliar a prevalência de sintomas ansiosos e depressivos e relacioná-los com os diferentes tipos e magnitudes de dor crônica; também objetivou caracterizar a população de casos novos agendados para atendimento no ambulatório de dor crônica, no serviço onde o estudo foi realizado. Métodos Estudo de corte transversal, realizado em um ambulatório docente-assistencial para tratamento de dor crônica, realizado entre maio de 2012 e abril de 2013, com 125 pacientes. Instrumentos utilizados Questionário sociodemográfico, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD e Escala Visual Numérica (EVN para aferir a intensidade de dor. Resultados Dor intensa foi referida por 64% (n = 80 dos pacientes. Ansiedade atingiu 65% (N = 82 dos pacientes e a depressão, 48% (N = 60. Houve correlação significante entre os mais altos escores de ansiedade (p < 0,001 e depressão (p < 0,001 com a intensidade de dor. A correlação entre intensidade de dor e sintomas ansiosos e depressivos foi positiva para dor crônica neuropática e mista. Os fatores sociodemográficos associados à intensidade de dor crônica foram: renda e religião para depressão, e tempo de dor para ansiedade. Conclusão O estudo mostrou elevada prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica, assim como relação significante desses sintomas psiquiátricos com alguns tipos e intensidade de dor.

  18. Ocorrência de sintomas depressivos em médicos que trabalham no programa de saúde da família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Aderval Aragão

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo Avaliar a ocorrência de depressão entre os médicos que trabalham nas Unidades de Saúde da Família (USF em Aracaju. Métodos Em uma amostra de 83 médicos, foram utilizados o Inventário de Depressão de Beck (IDB para rastreamento dos sintomas depressivos e um questionário elaborado pelos pesquisadores para coletar informações sociodemográficas. Foram realizadas estatística descritiva e análise por meio do qui-quadrado e regressão logística. Resultados A prevalência de sintomas depressivos na amostra foi de 27,7% (IC 95% 19,3-37,3. Observou-se que as variáveis que tiveram associação com o aparecimento dos sintomas (p < 0,05 foram: problemas de relacionamento, grau de satisfação com o trabalho e o número de consultas em relação à hora de trabalho. Após ajuste de regressão logística múltipla, foi observado que os médicos que tinham problemas de relacionamento e os insatisfeitos com o trabalho apresentaram, respectivamente, 5,63 e 4,59 vezes mais sintomas depressivos quando comparados àqueles que não possuíam esses sintomas Conclusões . A prevalência de sintomas depressivos em médicos que trabalham nas USF de Aracaju é alta e provavelmente está associada ao trabalho e a problemas de relacionamento.

  19. Transtorno de pânico e hipocondria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica Dib

    2006-01-01

    Full Text Available A hipocondria é associada a diversos transtornos de ansiedade, sobretudo ao transtorno de pânico (TP. Estima-se que 50% a 70% dos pacientes com TP tenham sintomas hipocondríacos e que 13% a 17% dos hipocondríacos tenham TP associado. Considera-se que há co-morbidade com hipocondria no TP quando as preocupações com saúde não se restringem aos sintomas das crises de pânico. Relatamos um caso de uma paciente que, durante seu acompanhamento, evoluiu com hipocondria e transtorno de pânico associados. Discutimos as manifestações psiquiátricas manifestadas pela paciente, assim como analisamos aspectos conceituais, diagnósticos e prognósticos.

  20. Prevalência de transtornos mentais nas tentativas de suicídio em um hospital de emergência no Rio de Janeiro, Brasil Prevalence of mental disorders associated with suicide attempts treated at an emergency hospital in Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Agadir Santos

    2009-09-01

    Full Text Available Há poucos estudos nacionais sobre prevalência de transtornos mentais nas tentativas de suicídio, os quais utilizararam principalmente dados secundários e instrumentos de rastreamento. O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de transtornos mentais em 96 casos de tentativas de suicídio atendidos em hospital de emergência, Rio de Janeiro, Brasil (2006-2007, utilizando o Composite International Development Interview. A maioria da amostra consistiu em mulheres, jovens, baixa escolaridade e ingestão de medicamentos psicoativos como principal meio. Outros fatores: histórias prévias de tentativa e uso de álcool no momento do agravo. Os transtornos mentais mais freqüentes foram: episódio depressivo (38,9%, dependência de substâncias psicoativas (21,9%, transtorno de estresse pós-traumático (20,8%, dependência de álcool (17,7% e esquizofrenia (15,6%. A taxa total dos transtornos mentais foi de 71,9%. Tais achados são mais próximos aos estudos em países em desenvolvimento. Além do acesso ao tratamento dos transtornos mentais, são necessárias políticas públicas que enfatizem o controle de meios e respostas sociais à redução do comportamento suicida.There are few Brazilian studies on prevalence of mental disorders in suicide attempters. The available studies have mainly used secondary data and screening instruments. The principal objective of this study was to estimate the prevalence of mental disorders in 96 suicide attempters seen in an emergency ward in Rio de Janeiro, Brasil (2006-2007 using the Composite International Development Interview. Most were female, young, and illiterate, and the main method was ingestion of psychoactive drugs. Other factors included history of prior attempts and use of alcohol at the time of attempt. The most frequent mental disorders were: depression (38.9%, use of psychoactive substances (21.9%, posttraumatic stress disorder (20.8%, alcohol abuse (17.7%, and schizophrenia (15.6%. Total

  1. Transtorno bipolar do humor e gênero Bipolar affective disorder and gender

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo da Silva Dias

    2006-01-01

    Full Text Available Embora o transtorno bipolar (TB ocorra quase igualmente em ambos os sexos, a fenomenologia e o curso da doença diferem no homem e na mulher. No entanto, há evidências de que mulheres bipolares, mais que os homens, apresentariam início mais tardio (em especial na quinta década de vida, ciclagem rápida, mais episódios depressivos, mais mania disfórica que eufórica, estados mistos e evolução do tipo bipolar II, ainda que os achados nem sempre sejam consistentes. Embora o risco de comorbidades no TB inclua, para ambos os gêneros, abuso de álcool e drogas, homens bipolares teriam maior probabilidade de ser alcoolistas, não procurar tratamento e de se suicidar. Hipóteses sugeridas para explicar tais diferenças variam daquelas centradas em aspectos culturais ou psicológicos para as que focalizam os sistemas hormonais, como os esteróides gonadais ou o eixo tireoidiano, e até mesmo a anatomia cerebral. A influência do ciclo reprodutivo (ciclo menstrual, gravidez e menopausa sobre as opções terapêuticas no tratamento do TB é apresentada na última parte desta revisão.Although the bipolar disorder (BD occurs almost with the same frequency in both genders, the phenomenology and the outcome of the illness differ between them. Nevertheless, there is evidence that women with BD show, more than men, delayed beginning, especially in their fifth decade, more rapid cycling outcome, more depressive episodes, more dysphoric mania, more mixed states and more BD type II. Even so, the findings are not always consistent. Although the risk of comorbidities in BD includes, for both the sorts, excessive alcoholic consumption and drugs, bipolar men would have greater probability of being alcohol dependent, of not seeking treatment and of committing suicide. Suggested hypotheses to explain such differences vary from those centered in cultural or psychological aspects to those that focus on the steroids hormones, and other hormones such as cortisol

  2. Resistência ao tratamento nos transtornos de ansiedade: fobia social, transtorno de ansiedade generalizada e transtorno do pânico Treatment-resistant anxiety disorders: social phobia, generalized anxiety disorder and panic disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Bezerra de Menezes

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Os transtornos de ansiedade são condições psiquiátricas prevalentes que determinam importante prejuízo funcional, piora na qualidade de vida do indivíduo e um enorme custo social. Embora diversas medicações eficazes para os transtornos de ansiedade encontrem-se disponíveis, um número significativo de pacientes não responde adequadamente ao tratamento e muitos permanecem com sintomas residuais clinicamente significativos. O objetivo deste estudo é rever aspectos relacionados à resistência ao tratamento e estratégias farmacológicas no manejo dos transtornos de ansiedade resistentes ao tratamento. MÉTODO: Revisão narrativa. RESULTADOS: São discutidos os diversos aspectos conceituais relacionados à resistência ao tratamento, os possíveis preditores de resistência e, finalmente, algumas estratégias a serem utilizadas no manejo dos transtornos de ansiedade (incluindo transtorno de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada e transtorno do pânico que não respondem às abordagens terapêuticas convencionais. CONCLUSÃO: A resistência ao tratamento ainda é um desafio para a prática clínica que começa em conceitos não operacionalizados de resposta e resistência e termina na escassez de estudos controlados sobre estratégias de tratamento nesse último cenário clínico.OBJECTIVES: Anxiety disorders are common psychiatric conditions that cause significant disability, poor quality of life and enormous social cost. Although treatments with demonstrable efficacy are available a great number of patients fail to respond or remains with clinically significant residual symptoms after treatment. The objective of this study is to review aspects related to treatment resistance and pharmacological strategies to deal with anxiety disorders resistant to treatment. METHOD: Narrative review. RESULTS: We discuss conceptual aspects related to treatment resistance or refractoriness, predictors of poor treatment outcome

  3. O tabagismo e o transtorno do pânico: gravidade e comorbidades Smoking and panic disorder: severity and comorbidities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Christophe da Rocha Freire

    2007-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudos indicam que há uma associação entre tabagismo e transtorno do pânico, e alguns autores sugerem que o tabagismo aumenta o risco de ataques de pânico e transtorno do pânico. Este estudo analisa a hipótese de que pacientes fumantes com esse transtorno apresentam um quadro clínico mais grave. MÉTODO: Sessenta e quatro pacientes em tratamento no Laboratório do Pânico e Respiração (Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com transtorno do pânico, segundo critérios do Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais (DSM, 4ª edição, foram divididos em grupos de tabagistas e não-tabagistas. Os grupos foram avaliados quanto a características sociodemográficas, comorbidades e gravidade do quadro clínico. RESULTADOS: Não houve diferença significativa em relação à gravidade do transtorno do pânico; no entanto, tabagistas tiveram prevalência de depressão significativamente maior (p = 0,014 do que não-tabagistas. CONCLUSÃO: Este estudo não evidenciou que o transtorno do pânico em tabagistas é mais grave, porém indicou que esses pacientes têm mais comorbidade com depressão.INTRODUCTION: Several studies indicate that panic disorder and tobacco smoking are associated, and some authors hypothesize that smoking increases the risk of panic attacks and panic disorder. The objective of this study is to investigate whether smokers have a more severe form of panic disorder than non-smokers. METHOD: Sixty-four patients already in treatment at the Laboratory of Panic and Respiration (Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro with panic disorder as established by the Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, fourth edition, were divided into groups of smokers and non-smokers. Both groups were compared regarding sociodemographic data, comorbidities and clinical status severity. RESULTS: There was no statistically significant

  4. Nosological profile and prevalence of common mental disorders of patients seen at the Family Health Program (FHP units in Petrópolis, Rio de Janeiro Perfil nosológico e prevalência de transtornos mentais comuns em pacientes atendidos em unidades do Programa de Saúde da Família (PSF em Petrópolis, Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Fortes

    2008-03-01

    (n = 714. A prevalência de transtornos mentais comuns foi avaliada por meio do General Health Questionnaire 12 itens. Aos pacientes considerados positivos para transtornos mentais comuns foi aplicado o Composite International Diagnostic Interview para caracterização nosológica (n = 215. RESULTADOS: Detectou-se prevalência de 56% de transtornos mentais comuns para o ponto de corte 2/3 e de 33% para 4/5. As categorias nosológicas mais comumente encontradas entre os pacientes com transtornos mentais comuns positivos foram depressão e ansiedade, junto com transtorno de estresse pós-traumático, transtorno de dor somatoforme e transtornos dissociativos. Houve alta freqüência de comorbidade, especialmente entre transtornos ansiosos, depressivos, somatoformes e dissociativos. CONCLUSÕES: A prevalência de transtornos mentais comuns e o perfil nosológico encontrados foram equivalentes àqueles de outros estudos em Atenção Primária no Brasil, porém destacaram-se transtornos não pesquisados anteriormente neste campo (transtorno de estresse pós-traumático, transtorno de dor somatoforme e transtornos dissociativos. A alta prevalência de transtornos mentais comuns reforça a necessidade urgente de inclusão sistemática desse nível de cuidado no planejamento da assistência em saúde mental.

  5. Associação entre sintomas depressivos, motivação e autoestima de idosos praticantes de exercícios físicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Teresinha Meurer

    2012-09-01

    Full Text Available O estudo analisou as associações entre sintomas depressivos, fatores de motivação e autoestima de 83 idosos praticantes de exercícios físicos. Os instrumentos utilizados foram anamnese, Geriatric Depression Scale (15; escala de avaliação da autoestima de Rosenberg e Inventário de Motivação para prática regular de atividades físicas. Para análise estatística utilizou-se Teste Qui-quadrado ou Teste Exato de Fisher e Correlação de Spearman (p<0,05. Os resultados evidenciaram relação estatística inversamente proporcional entre autoestima e sintomas depressivos, bem como baixa ocorrência de sintomas depressivos, elevada autoestima e motivação dos idosos. A prática de exercícios físicos parece colaborar para as pontuações positivas encontradas nas variáveis pesquisadas.

  6. ESTRESSE, COPING, BURNOUT, SINTOMAS DEPRESSIVOS E HARDINESS ENTRE DISCENTES DE ENFERMAGEM

    OpenAIRE

    Etiane de Oliveira Freitas

    2012-01-01

    Trata-se de uma pesquisa com abordagem quantitativa, do tipo exploratório, transversal, com o objetivo de analisar estresse, coping, burnout, sintomas depressivos e hardiness entre discentes de enfermagem. A pesquisa foi realizada numa universidade pública no interior do Rio Grande do Sul. A coleta dos dados deu-se nos meses de abril e maio de 2011. Seguiu-se um protocolo de pesquisa que consta de Formulário sociodemográfico e acadêmico dos discentes, Instrumento para Avaliação...

  7. Negligência das classificações diagnósticas atuais com os fenômenos dissociativos do transtorno de estresse pós-traumático Negligence of current diagnostic classifications in dissociative phenomena of posttraumatic stress disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Azevedo Lima

    2007-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Apesar da importância crescente da dissociação no transtorno de estresse pós-traumático (TEPT, os sintomas dissociativos não são contemplados pelos critérios diagnósticos das classificações oficiais (CID-10 e DSM-IV. A hipótese de um subtipo dissociativo para o TEPT tem sido corroborada por pesquisas em psicofisiologia, neuroimagem funcional, psicoendocrinologia e sistemas opióides. Pretende-se demonstrar a insuficiência dos critérios vigentes na detecção dos sintomas dissociativos no TEPT mediante relato de um caso com sintomas dissociativos persistentes desde o trauma. RELATO DE CASO: O paciente preenche critérios para TEPT e transtorno depressivo maior pelo DSM-IV. Embora também preencha critérios para transtorno de despersonalização, esse diagnóstico é impossibilitado na presença de TEPT. O paciente apresentou sintomas conversivos peritraumáticos, avaliados pela Escala de Imobilidade Tônica, e sintomas dissociativos proeminentes, peritraumáticos e atuais, já que obteve escores significativos no Questionário de Experiências Dissociativas Peritraumáticas e na Escala de Experiências Dissociativas. Após 3 anos de tratamento, não houve melhora do quadro. CONCLUSÃO: O reconhecimento da importância dos fenômenos dissociativos/conversivos no TEPT poderá contribuir para o aprimoramento do diagnóstico, investigações sobre sua fisiopatologia e o desenvolvimento de tratamentos mais eficazes.BACKGROUND: In spite of the growing importance of dissociation in post traumatic stress disorder (PTSD, dissociative symptoms are not included in the diagnostic criteria of official classifications (CID-10, DSM-IV. Research in psychophysiology, functional neuroimaging, psycho-endocrinology and opioid systems provides support for a dissociative subtype of PTSD. CASE REPORT: A case study on a PTSD patient with persistent dissociative symptoms since the trauma will show that current criteria are insufficient for

  8. Sintomas depressivos entre internos de medicina em uma universidade pública brasileira Depressive symptoms among medical intern students in a Brazilian public university

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edméa Fontes de Oliva Costa

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar entre internos de medicina a prevalência de sintomas depressivos e sua intensidade, além dos fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal, em maio de 2008, com amostra representativa dos internos de medicina (n = 84 da Universidade Federal de Sergipe (UFS. Foram utilizados o Inventário de Depressão de Beck (IDB e um questionário estruturado contendo informações sobre variáveis sociodemográficas, processo ensino-aprendizagem e aspectos pessoais. A análise exploratória dos dados foi realizada através de Estatística Descritiva e Inferencial. Finalmente foi realizada a análise de múltiplas variáveis através de regressão logística e cálculo das OR simples e ajustadas com seus respectivos intervalos de 95% de confiança. RESULTADOS: A prevalência geral foi de 40,5%, dos quais: 1,2% (IC 95% 0,0-6,5 foram de sintomas depressivos graves; 4,8% (IC 95% 1,3-11,7 de moderados; e 34,5% de leves (IC 95% 24,5-45,7. A regressão logística revelou as variáveis de maior impacto associadas ao aparecimento de sintomas depressivos: pensamento de abandonar o curso (OR 6,24; p = 0,002; tensão emocional (OR 7,43; p = 0,0004; e desempenho acadêmico regular (OR 4,74; p = 0,0001. CONCLUSÃO: A elevada prevalência de sintomas depressivos na população estudada esteve associada com variáveis relacionadas ao processo ensino-aprendizagem e aspectos pessoais, sugerindo a necessidade de medidas preventivas imediatas referentes à formação médica e à assistência ao estudante.OBJECTIVE: To estimate, among Medical School intern students, the prevalence of depressive symptoms and their severity, as well as associated factors. METHODS: Cross-sectional study in May 2008, with a representative sample of medical intern students (n = 84 from Universidade Federal de Sergipe (UFS. Beck Depression Inventory (BDI and a structured questionnaire containing informationon sociodemographic variables, teaching-learning process, and personal

  9. Comorbidade no transtorno de estresse pós-traumático: regra ou exceção?

    OpenAIRE

    Margis,Regina

    2003-01-01

    O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) com frequência ocorre conjuntamente com outros transtornos psiquiátricos. Este artigo revisa o TEPT e comorbidades, tais como: transtornos de ansiedade, uso de substâncias, transtorno de humor, tentativas de suicídio, transtorno dissociativo e transtorno somatoforme.

  10. Efeitos tardios do bullying e transtorno de estresse pós-traumático: uma revisão crítica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paloma Pegolo de Albuquerque

    Full Text Available O Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT é considerado o principal transtorno psiquiátrico associado à violência. A fim de analisar a possível relação entre bullying e o desenvolvimento tardio de sintomas de TEPT, o objetivo do presente trabalho foi o de identificar e organizar a produção cientifica da área. Para tanto, foi realizada uma revisão bibliográfica na literatura considerando livros e artigos publicados, bem como pesquisa eletrônica em bases de dados. A análise das pesquisas encontradas indicou que, apesar de os resultados apontarem uma relação entre TEPT e bullying, tanto na infância quanto a longo prazo, não há dados suficientes que explicitem como se dá essa relação. Contudo, há evidências de que alguns indivíduos que sofrem vitimização por bullying possam apresentar maior vulnerabilidade para desenvolver TEPT.

  11. Transtornos mentais na gravidez, parto e puerpério, na região de Ribeirão Preto-SP-Brasil Mental disorders in the pregnancy, childbirth and puerperium, in the region of the Ribeirão Preto-SP, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margarita A. Villar Luis

    1998-12-01

    Full Text Available O presente trabalho tem como objetivo levantar o número de pacientes atendidas no Setor de Urgências Psiquiátricas (SUP e Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas (COHC da FMRP-USP, com o diagnóstico 648.4 (Transtornos Mentais na Gravidez, Parto e Puerpério, conforme CID-9, no período de 1988 a 1993. Solicitou-se um registro ao hospital, contendo informações sobre os atendimentos destes serviços. A população constitui-se de mulheres entre 15 e 29 anos cujos transtornos apresentados incluíram distúrbios psicóticos, quadros depressivos com ou sem tentativas de suicídio e transtornos mentais não especificados. Alguns desses distúrbios apresentaram-se em comorbidade com outros diagnósticos. Os resultados evidenciaram a necessidade do enfermeiro estar atento às manifestações sugestivas dos mesmos, bem como ajudar na busca de meios que facilitem a identificação de mulheres com alto risco.The present study have found out the number of patients assisted at the sector of Psychiatric Urgencies (SUP and at the Midwifery Clinic of the University Hospital at Ribeirão Preto (HC, with the diagnosis 648.4 (Mental Disorders in Pregnancy, Childbirth and Puerperium, according to CID-9, from 1988 to 1993. Authors searched for reports containing informations on the care provided in these services. The sample was formed by women from 15 to 29 old years, whose disorders include psychotic disorders, depressive cases with or without attempts of suicide and nonspecified mental disorders. Some of this disorders showed in comorbity with others diagnostics. Resulting showed the need of nurses paying more attention to manifestations of these disorders and search for means to enable the identifications in the care provided at emergencies.

  12. Manifestações precoces dos transtornos do comportamento na criança e no adolescente Early manifestations of behavioral disorders in children and adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eugênio Grillo

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisão sobre o diagnóstico precoce dos principais transtornos do comportamento na criança e no adolescente, fornecendo informações práticas relativas às primeiras manifestações clínicas e à importância do diagnóstico precoce. FONTES DOS DADOS: Revisão narrativa, com levantamento na PubMed das publicações que contêm aspectos do diagnóstico precoce, especialmente na última década. SÍNTESE DOS DADOS: Os pediatras devem estar preparados e atentos para detectar precocemente um transtorno do comportamento, já que, em alguns desses transtornos, intervenções precoces podem melhorar a evolução. Além disso, essas intervenções podem levar ao diagnóstico de doenças de herança mendeliana, passíveis de aconselhamento genético. São enfocadas as manifestações precoces dos transtornos invasivos do desenvolvimento, do transtorno do déficit de atenção/hiperatividade, do transtorno de ansiedade de separação, do transtorno de ansiedade generalizada, da depressão, da esquizofrenia, dos principais transtornos alimentares da criança maior ou adolescente (anorexia nervosa e bulimia nervosa e do uso e abuso de substâncias. CONCLUSÕES: As manifestações precoces dos principais transtornos do comportamento na criança e no adolescente podem ser observadas antes da idade na qual o diagnóstico tem sido habitualmente estabelecido. O diagnóstico precoce implica intervenções precoces e orientação dos pais a respeito do prognóstico ou, em algumas situações, aconselhamento genético. A comorbidade entre esses transtornos é muito freqüente, e a manifestação de uma delas pode ser a pista para o diagnóstico de outra.OBJECTIVE: To discuss the early diagnosis of behavioral disorders in childhood and adolescence and to provide the pediatrician with practical knowledge about the first symptoms of the main behavioral disorders at this age. SOURCES OF DATA: PubMed (emphasis on the past decade. SUMMARY OF THE FINDINGS

  13. Transtornos alimentares e padrão circadiano alimentar: uma revisão Eating disorders and circadian eating pattern: a review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Bernardi

    2009-12-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo revisar aspectos relacionados a transtornos alimentares e suas relações com as alterações no ritmo circadiano. Realizou-se uma busca sistematizada das informações nas bases de dados PubMed usando os seguintes descritores: eating disorders, circadian rhythm, night eating syndrome, binge eating disorder e sleep patterns. Os transtornos alimentares, como a síndrome do comer noturno e o transtorno da compulsão alimentar periódica, têm sido considerados e relacionados a um atraso no ritmo circadiano da ingestão alimentar e saciedade prejudicada. Os ritmos circadianos são aqueles que apresentam um período de 24 h, como, por exemplo, o ciclo sono-vigília, temperatura corporal, atividade e comportamento alimentar. Distúrbios provocados pelas alterações nos horários de sono/vigília influenciam o apetite, a saciedade e, consequentemente, a ingestão alimentar, o que parece favorecer o aumento desses transtornos. Percebe-se que o comportamento alimentar pode ser influenciado por ritmos circadianos. Porém, mais estudos e o maior conhecimento sobre a ritmicidade alimentar podem contribuir com o melhor entendimento do comportamento alimentar atual, atuando na prevenção e/ou tratamento de transtornos alimentares.This review aims at reviewing aspects related to eating disorders arising from changes in circadian rhythm. There was a systematic search in PubMed databases, using the following descriptors: eating disorders, circadian rhythm, night eating syndrome, binge eating disorder, and sleep patterns. Eating disorders, such as night eating syndrome and binge eating disorder, have been considered and related to a delay in circadian rhythm in food intake and impaired satiety. Circadian rhythms are those that show a period of 24 h, for example, sleep-wake cycle, body temperature, activity and eating behavior. Disorders related to changes in sleep-wake schedules influence the appetite, satiety and consequently

  14. Saúde mental do cuidador na instituição hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Bertoletti

    Full Text Available Este artigo tem como propósito verificar as experiências laborais dos profissionais de enfermagem e suas conseqüências para a saúde mental desses trabalhadores. A pesquisa foi realizada junto a profissionais de enfermagem do Instituto de Cardiologia de Porto Alegre, afastados de suas atividades durante o ano de 2003 por transtornos mentais e comportamentais (episódios depressivos breves, transtornos depressivos recorrentes e ansiedade generalizada, diagnosticados de acordo com o CID 10. Os dados foram coletados através de entrevistas individuais semi-estruturadas, e para sua interpretação foi utilizada a técnica de Análise de Conteúdos. Os resultados mostram que aspectos do trabalho contribuíram no processo de adoecer desses profissionais, como a natureza das atividades do cuidador, sobrecarga de tarefas e dificuldades de relacionamento interpessoal. Verificou-se ainda a percepção dos indivíduos quanto ao papel da organização frente ao seu afastamento, de forma a ampliar a discussão sobre gestão de pessoas e promoção de saúde no trabalho.

  15. Adult mood disorders and childhood psychological trauma Transtornos do humor no adulto e trauma psicológico na infância

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lucrécia Scherer Zavaschi

    2006-09-01

    ísico por pais ou cuidadores durante a infância/adolescência (p = 0,012 no grupo com transtorno de humor do que no grupo controle. Em análises secundárias, dividindo-se o grupo com transtorno de humor em dois subgrupos (episódio maníaco e episódios de depressão maior/ distimia, somente pacientes maníacos demonstraram maiores índices de exposição freqüente à violência na comunidade (p = 0,01 e abuso físico durante a infância (p = 0,02 do que os pacientes no grupo controle. Além disso, os pacientes com mania tinham índices significativamente mais altos de abuso sexual do que os controles (p = 0,03. CONCLUSÕES: Nossos achados documentam uma associação entre violência na infância e transtornos de humor na idade adulta, especialmente em pacientes com mania, em um país em desenvolvimento.

  16. Atualização sobre comorbidade entre transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID)

    OpenAIRE

    Segenreich,Daniel; Mattos,Paulo

    2007-01-01

    CONTEXTO: Atualmente, a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID) não pode ser estabelecida por meio dos critérios da DSM-IV. Entretanto, diversos pesquisadores questionam esta impossibilidade descrevendo quadros clínicos de pacientes que apresentam características de ambos os transtornos. Esta revisão busca estes achados e propõe uma reflexão sobre o assunto. OBJETIVO: Revisar, de modo seletivo, estudos mais signific...

  17. Comportamento sedentário como discriminador dos transtornos mentais comuns em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paloma Alves dos Santos da Silva

    Full Text Available RESUMO Objetivo Analisar o comportamento sedentário (CS como discriminador dos Transtornos Mentais Comuns (TMC entre idosos. Métodos Estudo transversal com amostra composta por 310 indivíduos idosos, residentes no município de Ibicuí-BA. Foi utilizado um questionário contendo informações sobre características sociodemográficas, inatividade física no tempo livre e questões autorreferidas do tempo gasto sentado em um dia habitual da semana e de um dia do final de semana. Para estimar o ponto de corte do Comportamento Sedentário na discriminação dos TMC, utilizou-se a curva Receiver Operating Characteristic (ROC. Resultados A prevalência de TMC foi de 55,8%, sendo maior entre as mulheres (66,7%. Os maiores valores para a área sob as curvas ROC entre CS e TMC foi para o sexo masculino: CS/dia 0,58 (IC 95% = 0,49-0,67. Os pontos de corte propostos para CS/dia foram: homens: > 330 min/dia; mulheres: > 300 min/dia. Conclusão O comportamento sedentário é um indicador válido para identificação de suspeita de TMC em idosos, mostrando-se ser um fator de risco que deve ser observado pelos profissionais de saúde.

  18. Gravidade psicopatológica em mulheres vítimas de violência doméstica Psychopathology severity in women victims of violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristine Fonseca Mozzambani

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de sintomas psicopatológicos em mulheres vítimas de violência doméstica (VD que procuraram uma delegacia de defesa da mulher. MÉTODO: Foram avaliadas mulheres com idade entre 20 e 50 anos que deram entrada em uma delegacia da mulher com queixa de VD. Durante a entrevista, todas foram submetidas ao Relatório de Indicadores Sociais e preencheram os seguintes instrumentos de autoaplicação: Inventário de Depressão de Beck, Inventário de Ansiedade de Beck, Post-Traumatic Stress Disorder Checklist - Civilian Version e o Questionário de Experiências Dissociativas Peritraumáticas (todos em língua portuguesa. Foram usadas notas de corte a partir dos estudos de validação desses instrumentos para categorizar indivíduos com alta probabilidade de apresentar transtorno depressivo maior, transtorno de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático, ou alta/baixa dissociação peritraumática. RESULTADOS: Foram avaliadas 17 mulheres com idade média de 34,7±7,7 anos. O tempo médio de duração da violência foi de 9,1±8,7 anos. Do total de mulheres, 53% eram vítimas de agressão excessiva e 84% eram ameaçadas de morte pelo companheiro; em 71% dos casos, os companheiros eram usuários de drogas. Além disso, 53% das mulheres afirmaram ter sofrido VD na infância. Do total da amostra, 89% tiveram grande probabilidade de apresentar transtorno depressivo maior, 94% transtorno de ansiedade, 76% transtorno de estresse pós-traumático e 88% apresentaram elevados níveis de experiências dissociativas peritraumáticas. CONCLUSÃO: As vítimas de VD que dão entrada em delegacias de defesa da mulher têm alta probabilidade de apresentar morbidade psiquiátrica, assim como alterações cognitivas que as impossibilitam de sair do ciclo da violência.OBJECTIVE: To assess the presence of psychopathological symptoms in women victims of domestic violence who seek help at police units offering women's protective

  19. Transtornos alimentares em escolares Eating disorders in school children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João E. M Vilela

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho investiga a freqüência de possíveis transtornos da alimentação e comportamentos alimentares inadequados em crianças e adolescentes de seis cidades do interior de Minas Gerais, uma vez que a maioria dos autores afirma uma prevalência maior em países desenvolvidos. MÉTODOS: Este é um estudo transversal onde foram aplicadas as auto-escalas BITE (Teste de Investigação Bulímica de Edinburgh, EAT (Teste de Atitudes Alimentares e Teste de Imagem Corporal em 1.807 estudantes de escolas públicas do Ensino Fundamental e Médio, com idade entre 7 e 19 anos. RESULTADOS: De acordo com a auto-escala EAT, 241 alunos (13,3% apresentaram possíveis transtornos de alimentação, com predominância significativa do sexo feminino. E, segundo a auto-escala BITE, 19 estudantes (1,1% apresentaram um escore compatível com bulimia nervosa. Encontramos 1.059 alunos (59% insatisfeitos com sua imagem corporal, 731 alunos (40% em uso de dieta para emagrecer e 1.014 alunos (56% que praticavam atividade física com a finalidade de perder peso. Os episódios bulímicos foram encontrados em 218 alunos (12%, e 175 alunos (10% utilizavam métodos purgativos para perder peso. CONCLUSÕES: Este estudo mostra uma alta prevalência de possíveis transtornos alimentares na população estudada, assim como comportamentos alimentares inadequados, principalmente em adolescentes do sexo feminino. Os resultados são semelhantes aos encontrados nos países considerados desenvolvidos. Concluímos que esses achados são relevantes para a clínica da criança e do adolescente e que podem proporcionar futuros trabalhos onde poderemos compreender melhor os possíveis fatores de risco para esses transtornos da alimentação.OBJECTIVE: To determine the prevalence of possible eating disorders and inappropriate eating behaviors in school children from six municipalities in the state of Minas Gerais, Brazil. METHODS: Cross-sectional study. The Bulimic

  20. Transtornos alimentares em homens abstinentes de substâncias psicoativas em tratamento ambulatorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cássia Medino Soares

    2017-01-01

    importante que sejam promovidas novas estratégias terapêuticas para o melhor atendimento nutricional dos indivíduos em abstinência.   Palavras-chave: Transtornos por Uso de Substância Psicoativa; Síndrome de Abstinência a Substâncias; Transtorno da Compulsão Alimentar; Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína; Dopaminérgicos; Alcoolismo, Obesidade.

  1. Alterações neuropsicológicas no transtorno bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rocca Cristiana C A

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisão sistemática dos estudos controlados publicados nos últimos 15 anos sobre alterações neuropsicológicas no transtorno bipolar. MÉTODO: Foi realizado um levantamento bibliográfico no Medline, Lilacs, PubMed e ISI, selecionando-se o período de 1990 a 2005. Os estudos foram organizados a partir da comparação entre a amostra selecionada (bipolar versus outra patologia versus controles saudáveis. Nós só incluímos estudos controlados e com uma amostra de pacientes maior que 10, totalizando 73 artigos, do quais 53 foram selecionados para esta revisão. RESULTADOS: Pacientes com transtorno bipolar apresentam dificuldades em vários domínios cognitivos, sendo que alguns persistem mesmo após remissão dos sintomas. Os déficits encontrados se localizaram basicamente nas funções executivas. Na comparação com pacientes portadores de esquizofrenia, os bipolares apresentam perfil de alterações cognitivas mais leves, o que aponta para diferenças em termos de prognóstico da doença e para anormalidades em circuitos neuroanatômicos específicos. Houve correlação positiva entre déficits cognitivos e número de episódios ou internações. As medicações utilizadas para estabilização do humor podem ter um impacto negativo na cognição. CONCLUSÕES: Os prejuízos são sugestivos de disfunção em circuitos fronto-estriatais específicos que podem, em parte, explicar as dificuldades na adaptação psicossocial destes pacientes. Estudos futuros devem avaliar a eficácia de programas de reabilitação neuropsicológica, os quais visam, por meio de treinos cognitivos, minimizar o impacto dos déficits encontrados na vida diária dos pacientes.

  2. Sintomas depressivos em acadêmicos de medicina da Universidade Federal de Goiás: um estudo de prevalência Depressive symptoms in medical students of Universidade Federal de Goiás: a prevalence study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Francisco do Amaral

    2008-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O presente estudo teve como objetivo investigar a prevalência de sintomas depressivos em alunos de medicina da Universidade Federal de Goiás, comparando com a população em geral e verificando a possibilidade de determinado período do curso atuar como fator de risco. MÉTODO: Estudo transversal, descritivo, de amostra representativa de alunos regularmente matriculados na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás. Foram selecionados 287 alunos do primeiro ao sexto ano através de sorteio aleatório simples. Utilizou-se, para avaliação, o Inventário de Depressão de Beck e um questionário de identificação. RESULTADOS: Na população entrevistada, 26,8% apresentaram sintomas depressivos de acordo com escores do Inventário de Depressão de Beck estabelecidos para este estudo. A prevalência de sintomas depressivos moderados e graves entre os entrevistados foi de 6,9%, enquanto 19,9% apresentaram sintomas leves. Em relação ao sexo, encontrou-se 33,5% de mulheres e 19% de homens com sintomas depressivos. Em relação ao ano em curso, houve maior prevalência entre os alunos do terceiro e do quarto ano. Tristeza, anedonia, baixa auto-estima, perfeccionismo, irritabilidade, desinteresse por pessoas, redução da capacidade de trabalho e cansaço excessivo foram os itens do Inventário de Depressão de Beck mais pontuados. CONCLUSÃO: A prevalência de sintomas depressivos encontrada neste estudo é superior à média encontrada na população em geral, havendo indicativo de que a escola médica possa ser um fator predisponente para tais sintomas.INTRODUCTION: The objective of the present study was to assess the prevalence of depressive symptoms among medical students of Universidade Federal de Goiás, Brazil, comparing them to the general population and investigating the possibility of a certain period throughout the course being a risk factor. METHOD: A cross-sectional descriptive study of a representative

  3. Physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders from southern Brazil Atividade física e sintomas depressivos em idosos sul-brasileiros da comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César L. Reichert

    2011-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To determine the existence of a relationship between physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders. METHOD: This is a cross-sectional, population-based study, which included 379 community-dwelling elders from Novo Hamburgo, state of RS, Brazil. The level of physical activity was estimated using the International Physical Activity Questionnaire and depressive symptoms were diagnosed according to the Yesavage Geriatric Depression Scale. The association between the level of physical activity and depressive symptoms was analyzed by logistic regression. RESULTS: A tendency towards a lower prevalence of depressive symptoms was observed in individuals with higher levels of physical activity, both in the sample as a whole as well as among men, but not among women (p for linear trend 0.04, 0.03 and 0.36, respectively. The odds ratio of the presence of depressive symptoms in the very active group as compared against that of the insufficiently active group was 0.32 (95% CI: 0.12-0.86 for men and 0.76 (95% CI: 0.39-1.46 for women. CONCLUSION: In this population of aged individuals, more intense physical activity is related to a lower prevalence of depressive symptoms. As shown by gender stratification, physical activity is inversely related to depressive symptoms in men, albeit not in women.OBJETIVO: Avaliar a relação entre atividade física e sintomas depressivos em idosos da comunidade. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional que incluiu 379 idosos da comunidade da cidade de Novo Hamburgo-RS, Brasil. O nível de atividade física foi estimado pelo Questionário Internacional de Atividade Física e os sintomas depressivos foram diagnosticados por meio da Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage. A associação entre nível de atividade física e sintomas depressivos foi analisada por regressão logística. RESULTADOS: Foi observada uma tendência a menor prevalência de sintomas depressivos em indiv

  4. Physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders from southern Brazil Atividade física e sintomas depressivos em idosos sul-brasileiros da comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César L. Reichert

    2011-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To determine the existence of a relationship between physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders. METHOD: This is a cross-sectional, population-based study, which included 379 community-dwelling elders from Novo Hamburgo, state of RS, Brazil. The level of physical activity was estimated using the International Physical Activity Questionnaire and depressive symptoms were diagnosed according to the Yesavage Geriatric Depression Scale. The association between the level of physical activity and depressive symptoms was analyzed by logistic regression. RESULTS: A tendency towards a lower prevalence of depressive symptoms was observed in individuals with higher levels of physical activity, both in the sample as a whole as well as among men, but not among women (p for linear trend 0.04, 0.03 and 0.36, respectively. The odds ratio of the presence of depressive symptoms in the very active group, as compared against that of the insufficiently active group was 0.32 (95% CI: 0.12-0.86 for men and 0.76 (95% CI: 0.39-1.46 for women. CONCLUSION: In this population of aged individuals, more intense physical activity is related to a lower prevalence of depressive symptoms. As shown by gender stratification, physical activity is inversely related to depressive symptoms in men, albeit not in women.OBJETIVO: Avaliar a relação entre atividade física e sintomas depressivos em idosos da comunidade. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional que incluiu 379 idosos da comunidade da cidade de Novo Hamburgo-RS, Brasil. O nível de atividade física foi estimado pelo Questionário Internacional de Atividade Física e os sintomas depressivos foram diagnosticados por meio da Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage. A associação entre nível de atividade física e sintomas depressivos foi analisada por regressão logística. RESULTADOS: Foi observada uma tendência a menor prevalência de sintomas depressivos em indiv

  5. Tratamento do transtorno de ansiedade social em crianças e adolescentes

    OpenAIRE

    Isolan,Luciano; Pheula,Gabriel; Manfro,Gisele Gus

    2007-01-01

    CONTEXTO: Transtorno de ansiedade social é um transtorno incapacitante e altamente prevalente em crianças e adolescentes ao longo da vida, de acordo com os critérios do DSM-IV, variando de 0,7% a 3,5%. Se não tratado, pode interferir no funcionamento emocional, social e escolar. OBJETIVOS: Avaliar a evidência atual para a eficácia e efetividade de intervenções farmacológicas e psicoterápicas no tratamento do transtorno de ansiedade social na infância e na adolescência. MÉTODOS: Pesquisas fora...

  6. Transtornos mentais e inserção no mercado de trabalho no Brasil: um estudo multicêntrico nacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ada Ávila Assunção

    Full Text Available Resumo: Objetivou-se explorar a relação entre inserção no mercado de trabalho e as características de pacientes da amostra representativa de 2.475 adultos internados em 26 instituições brasileiras de saúde mental (15 Centros de Atendimento Psicossocial e 11 hospitais. Características sociodemográficas, clínicas e comportamentais foram obtidas de entrevistas estruturadas. Regressão multinomial foi utilizada. Maior probabilidade de afastamento temporário do mercado de trabalho foi observada em pacientes do sexo feminino, solteiros, divorciados ou viúvos, sem moradia estável e internados ou tratados pela primeira vez antes dos 18 anos de idade. Maior probabilidade de afastamento definitivo do mercado de trabalho foi observada entre os mais velhos. Afastamento temporário ou definitivo foi diretamente associado à baixa escolaridade, ao número de internações ao longo da vida e ao diagnóstico de transtorno mental grave; e inversamente associado ao uso de álcool e drogas. As vulnerabilidades ocupacionais identificadas suscitam o debate sobre a formulação de políticas setoriais.

  7. Neurobiologia da Cannabis: do sistema endocanabinoide aos transtornos por uso de Cannabis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Luis G. Pinho Costa

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Diante das lacunas na efetividade das terapêuticas para transtornos por uso de Cannabis, a droga ilícita mais consumida no mundo, este trabalho propõe-se a rever os conhecimentos sobre o substrato neuroanatômico, biomolecular e celular do sistema endocanabinoide, descrever os mecanismos de neuroplasticidade dependente dos canabinoides e relacioná-los com a neurobiologia dos transtornos por uso de Cannabis (abuso e dependência. MÉTODOS: Recorreu-se às bases de dados Medline, Scopus e ISI Web of Knowledge; as palavras-chave pesquisadas foram "Cannabis", "neurobiology", "endocannabinoid system", "endocannabinoids", "receptors, cannabinoid", "neuronal plasticity", "long-term synaptic depression", "long-term potentiation", "marijuana abuse" e "tetrahydrocannabinol". Foram incluídos 80 trabalhos nesta revisão. DISCUSSÃO: A distribuição neuroanatômica, celular e biomolecular do sistema endocanabinoide adequa-se perfeitamente às suas funções de neuromodulação (via neuroplasticidade e metaplasticidade, nomeadamente em vias relacionadas aos transtornos por uso de substâncias. Os canabinoides exógenos perturbam essas funções. CONCLUSÃO: O sistema endocanabinoide contribui para a definição de setpoints em diversas vias neuronais, incluindo vias cruciais na instalação de transtornos por uso de substâncias; com o uso de Cannabis, esses setpoints tornar-se-ão mais permissivos, facilitando os transtornos por uso de Cannabis. Os avanços no entendimento da neurobiologia da Cannabis abrem uma janela de oportunidades para novas estratégias terapêuticas nos transtornos por uso de Cannabis.

  8. Violência comunitária e transtorno de estresse pós-traumático em crianças e adolescentes

    OpenAIRE

    Ximenes, Liana Furtado; Assis, Simone Gonçalves de; Pires, Thiago de Oliveira; Avanci, Joviana Quintes

    2013-01-01

    O presente estudo tem como objetivo analisar a associação entre exposição à violência comunitária e o Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) segundo gênero e faixa etária entre crianças e adolescentes de escolas públicas de São Gonçalo/RJ. Participaram da análise deste artigo 399 crianças e adolescentes (idade média de 10,6 anos, DP=1,0). A prevalência total de sintomas de TEPT nas crianças e adolescentes é de 9,5%, sendo maior nas meninas (12,6%) do que nos meninos (6,5%). No modelo mu...

  9. Clinical profile, quality of life and depressive symptoms of women with urinary incontince attending a university hospital Perfil clínico, qualidade de vida e sintomas depressivos de mulheres com incontinência urinária atendidas em hospital-escola

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mara R. Knorst

    2011-04-01

    ês grupos de mulheres portadoras de IU. No King's Health Questionnaire (KHQ, portadoras de IUM apresentaram uma percepção de saúde mais comprometida, maiores limitações físicas, sociais, nas atividades diárias e nas relações pessoais (P<0,05. No WHOQOL-Bref, observou-se uma pior percepção da saúde no grupo com IUM (P<0,05. CONCLUSÃO: Foram detectados sintomas depressivos em mais de um terço das mulheres, cuja QV foi adversamente afetada, sendo o maior comprometimento observado nas mulheres com IUM.

  10. The involvement of the orbitofrontal cortex in psychiatric disorders: an update of neuroimaging findings O envolvimento do cortex orbitofrontal em transtornos psiquiátricos: uma atualização dos achados de neuroimagens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Parolin Jackowski

    2012-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To report structural and functional neuroimaging studies exploring the potential role of the orbitofrontal cortex (OFC in the pathophysiology of the most prevalent psychiatric disorders (PD. METHOD: A non-systematic literature review was conducted by means of MEDLINE using the following terms as parameters: "orbitofrontal cortex", "schizophrenia", "bipolar disorder", "major depression", "anxiety disorders", "personality disorders" and "drug addiction". The electronic search was done up to July 2011. DISCUSSION: Structural and functional OFC abnormalities have been reported in many PD, namely schizophrenia, mood disorders, anxiety disorders, personality disorders and drug addiction. Structural magnetic resonance imaging studies have reported reduced OFC volume in patients with schizophrenia, mood disorders, PTSD, panic disorder, cluster B personality disorders and drug addiction. Furthermore, functional magnetic resonance imaging studies using cognitive paradigms have shown impaired OFC activity in all PD listed above. CONCLUSION: Neuroimaging studies have observed an important OFC involvement in a number of PD. However, future studies are clearly needed to characterize the specific role of OFC on each PD as well as understanding its role in both normal and pathological behavior, mood regulation and cognitive functioning.OBJETIVO: Relatar estudos de neuroimagens estruturais e funcionais explorando o papel potencial do córtex orbitofrontal (COF na fisiopatologia dos transtornos psiquiátricos (TP mais prevalentes. MÉTODO: Foi realizada uma revisão não sistemática da literatura no MEDLINE, usando como parâmetros os seguintes termos: "córtex orbitofrontal", "esquizofrenia", "transtorno bipolar", "depressão maior", "transtornos ansiosos", "transtornos de personalidade" e "dependência a drogas". A pesquisa eletrônica foi feita até julho de 2011. DISCUSSÃO: Foram relatadas anormalidades estruturais e funcionais do COF em muitos

  11. Prevalência de transtornos ansiosos e algumas comorbidades em idosos: um estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayara B. Machado

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Avaliar a prevalência de transtornos ansiosos e fatores associados em uma amostra populacional de idosos do Sul de Santa Catarina. Métodos Estudo transversal com base em dados populacionais, que avaliou 1.021 indivíduos idosos entre 60 e 79 anos. Foram realizadas entrevistas domiciliares para aferição de variáveis sobre transtornos ansiosos, por meio do questionário MINI, dados sociodemográficos, hipertensão arterial sistêmica (HAS, infarto agudo do miocárdio (IAM e dosagem de colesterol. Resultados As prevalências entre os transtornos ansiosos foram de 22,0% para o transtorno de ansiedade generalizada (TAG; 14,8% para fobia social (FS; 10,5% para transtorno do pânico (TP; e 8,5% para o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC. Além disso, 40,5% dos indivíduos apresentaram pelo menos um transtorno de ansiedade. A distribuição dos transtornos foi semelhante nos dois gêneros; TAG foi mais prevalente nos indivíduos de menor escolaridade; TOC foi mais presente em indivíduos casados ou em união estável. Em relação às variáveis clínicas, HAS foi associada à presença de TOC; FS foi associada com IAM; TOC e FS foram associados com HDL > 40 mg/dL. Conclusão Os dados demonstram que os quadros de ansiedade são muito frequentes em idosos da comunidade, se sobrepõem de forma significativa e estão associados a algumas variáveis clínicas cardiovasculares.

  12. Transtorno da Acumulação: características clínicas e epidemiológicas

    OpenAIRE

    Schmidt, Diego Rafael; Della Méa, Cristina Pilla; Fortes Wagner, Marcia

    2014-01-01

    O Transtorno da Acumulação (TA) caracteriza-se pela aquisição compulsiva de objetos desnecessários, desorganização e dificuldade em desfazer-se das posses. Nas edições anteriores do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), não existia um diagnóstico específico para sujeitos com esses sintomas, sendo normalmente classificados com Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) e Transtorno da Personalidade Obsessivo-Compulsiva (TPOC). Este trabalho consiste em uma revisão bibliográ...

  13. Prevalence of eating disorders and psychiatric comorbidity in a clinical sample of type 2 diabetes mellitus patients Prevalência de transtornos alimentares e comorbidade psiquiátrica em uma amostra clínica de pacientes com diabetes mellitus do tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Papelbaum

    2005-06-01

    regular em um serviço de diabetes, foram seqüencialmente avaliados. Para avaliação da morbidade psiquiátrica foi utilizado o Structured Clinical Interview for DSM-IV, além da Escala de Compulsão Alimentar Periódica e o Inventário Beck de Depressão. Além da análise descritiva dos dados, foi realizada uma avaliação comparativa da amostra dividida em grupos, com base na presença de obesidade (avaliada através do índice de massa corporal e de transtornos do comportamento alimentar. RESULTADOS: Foi encontrada uma prevalência geral de 20% de transtornos alimentares, sendo o transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP o de maior ocorrência na nossa amostra (10%. O grupo de obesos com diabetes mellitus do tipo 2 não apresentou aumento de comorbidade psiquiátrica quando comparado com os pacientes diabéticos não-obesos. Entretanto, quando comparamos o grupo de pacientes com alterações do comportamento alimentar com aqueles sem transtornos alimentares, a presença de um transtorno alimentar esteve associada a um aumento na freqüência de transtornos de ansiedade (57,1% vs. 28,6%; p = 0,044. CONCLUSÕES: Em nosso estudo, a ocorrência de transtornos alimentares esteve aumentada em relação às taxas observadas na população geral, com o predomínio do transtorno da compulsão alimentar periódica. A presença de um transtorno alimentar em pacientes com diabetes mellitus do tipo 2 esteve associada a uma maior ocorrência de transtornos de ansiedade.

  14. Atualização sobre comorbidade entre transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID Update on the comorbidity of attention-deficit/hyperactivity disorder (ADHD and pervasive developmental disorder (PDD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Segenreich

    2007-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Atualmente, a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID não pode ser estabelecida por meio dos critérios da DSM-IV. Entretanto, diversos pesquisadores questionam esta impossibilidade descrevendo quadros clínicos de pacientes que apresentam características de ambos os transtornos. Esta revisão busca estes achados e propõe uma reflexão sobre o assunto. OBJETIVO: Revisar, de modo seletivo, estudos mais significativos da literatura para compilar uma atualização sobre a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID. MÉTODO: Por meio de busca no sistema Medline, selecionaram-se todos os artigos em inglês, publicados entre 2000 e 2005, sobre sintomas de TDAH em pacientes com TID, sintomas autistas em pacientes com TDAH e duplo diagnóstico TDAH/TID, utilizando-se os termos "ADHD", "pervasive", "autism", "ADD", "Asperger" e "PDD". RESULTADOS: Encontraram-se 10 artigos que atendiam aos critérios. Embora haja poucos estudos com amostras pequenas, diferentes autores identificaram um subgrupo distinto de pacientes com TID e maior freqüência e gravidade de sintomas de desatenção e hiperatividade, que aparentemente apresentam menor resposta ao tratamento com estimulantes. CONCLUSÃO: Embora o diagnóstico duplo TDAH e TID não seja corroborado pelo DSM-IV, alguns resultados sugerem que essa comorbidade não deva ser desconsiderada.BACKGROUND: Nowadays, the attention-deficit hyperactivity disorder/pervasive developmental disorder (ADHD/PDD comorbidity is not accepted by DSM-IV criteria. However, researchers from both areas put in check this impossibility and describe patients who have both clinical aspects from attention-deficit hyperactivity disorder (ADHD and pervasive developmental disorder (PDD. In this article we search for this findings proposing new insights on this assumption

  15. Psicoterapia em grupo de pacientes com transtorno afetivo bipolar

    OpenAIRE

    Gomes,Bernardo Carramão; Lafer,Beny

    2007-01-01

    CONTEXTO: Vem crescendo nos últimos anos o número de estudos com abordagens psicoterápicas no tratamento de pacientes com transtorno afetivo bipolar. Contudo, pouco ainda se sabe sobre o efeito que tem estas abordagens nestes pacientes. OBJETIVO: Avaliar a efetividade da terapia de grupo no tratamento do transtorno afetivo bipolar. MÉTODO: Levantamento bibliográfico no Medline, Lilacs, PubMed e ISI de artigos publicados em língua inglesa no período de 1975 a 2005 e busca manual com base na bi...

  16. Estudo epidemiológico dos sintomas do transtorno do déficit de atenção/hiperatividade e transtornos de comportamento em escolares da rede pública de Florianópolis usando a EDAH Epidemiological study on symptoms of Attention Deficit/Hyperactivity Disorder and Behavior Disorders in public schools of Florianopolis/SC using the EDAH

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lisiane Schilling Poeta

    2004-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: O transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDAH é uma patologia caracterizada por desatenção, hiperatividade e impulsividade. Este trabalho teve como objetivo realizar um estudo epidemiológico dos sintomas do transtorno do déficit de atenção e do transtorno de conduta em escolares da rede pública de Florianópolis usando a Escala para la evaluación del trastorno por déficit de atención con hiperatividad (EDAH. MÉTODOS: Fizeram parte do estudo 1.898 escolares (1.001 do sexo masculino e 897 do sexo feminino, matriculados em cinco escolas da rede pública de Florianópolis, de 1ª a 4ª série do ensino fundamental, com idades entre 6 e 12 anos. O instrumento utilizado foi a Escala de Farré e Narbona, preenchida pelos professores e pais, que classifica a criança com o predomínio dos sintomas de hiperatividade, déficit de atenção, transtorno de conduta,hiperatividade com déficit de atenção e TDAH associado com transtorno de conduta (global. RESULTADOS: Dentre os 1.898 escolares, 95 (5% apresentaram os sintomas do transtorno do déficit de atenção/hiperatividade associado ao transtorno de conduta. Em relação ao sexo, a freqüência foi maior nos meninos, na proporção de 3:1. CONCLUSÃO: Os dados encontrados nesta pesquisa corroboram os da literatura. A distribuição dos subtipos do TDAH por sexo é similar à informada na literatura.OBJECTIVE: attention deficit/hyperactivity disorder (ADHD is a pathology characterized by inattention, hyperactivity and impulsivity. The purpose of this article is to conduct an epidemiological study on symptoms of ADHA and behavior disorders in public schools of Florianopolis/SC. METHOD: The study involved 1.898 students (1.001 males and 897 females enrolled in five public schools of Florianópolis, from the 1st up to the 4th grades, aged 6 to 12. The instrument used was the EDAH, filled out by teachers and parents, which classifies children with predominance of the

  17. Desempenho em leitura e escrita de escolares com transtorno fonológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cíntia Salgado

    Full Text Available O transtorno fonológico ocorre quando há dificuldade quanto à aquisição e uso dos sons da fala. O objetivo deste estudo foi caracterizar o desempenho em leitura e escrita de escolares com transtorno fonológico. Participaram do estudo 28 escolares na faixa etária de 7 a 9 anos de idade com trocas na fala. A amostra foi composta de 70% do sexo masculino e 30% do feminino. Os resultados revelaram que entre 57% e 85% dos escolares da 1 a à 3 a séries apresentaram transtorno fonológico presente na oralidade e na escrita, enquanto que 100% dos escolares da 4 a série apresentaram transtorno fonológico evidenciado apenas na leitura e na escrita. Os achados deste estudo demonstraram que a linguagem oral está intrinsecamente relacionada com o desenvolvimento da leitura e da escrita e que alterações no processamento fonológico da criança podem desencadear alterações no desenvolvimento da leitura e escrita.

  18. Entendendo as fronteiras e a comorbidade entre o transtorno de humor bipolar e o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças e adolescentes

    OpenAIRE

    Cristian Patrick Zeni

    2011-01-01

    Introdução: Em crianças e adolescentes, o Transtorno de Humor Bipolar (THB) é associado a danos devastadores no desenvolvimento. O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH), caracterizado por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade também causa prejuízo funcional significativo. O diagnóstico diferencial entre os dois transtornos é puramente clínico e, até o momento, há poucos estudos avaliando diferenças neurobiológicas. Diversas pesquisas sugerem a participação do...

  19. Neuroanatomia do transtorno de pânico Neuroanatomy of panic disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Andre Mezzasalma

    2004-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: O Transtorno de Pânico (TP é um transtorno de ansiedade que permite um estudo comparativo de modelos animais visando à elucidação dos circuitos cerebrais envolvidos na sua gênese, embora estes ainda tenham sido pouco discutidos. MÉTODOS: Os autores realizam uma revisão da literatura sobre neurobiologia e neuroanatomia do TP. RESULTADOS: Uma revisão de dados demonstra a existência de uma "rede de medo", que tem como ponto principal o núcleo central da amígdala e compreende o hipotálamo, o tálamo, o hipocampo, a substância cinzenta periaquedutal, o locus ceruleus e outras estruturas do tronco cerebral. Sua presença é evidenciada em estudos de modelos animais de estados emocionais e comportamentais, e sua presença e importância podem ser extrapoladas para o TP em humanos. CONCLUSÃO: Esta rede de medo pode permitir que novos avanços e estudos utilizando técnicas de neuroimagem e/ou psicofármacos possam auxiliar na maior elucidação da circuitos cerebrais do TP.OBJECTIVES: Animal model studies may allow greater elucidation of the cerebral circuits involved in the genesis of panic disorder (PD, but these studies have not yet been fully analyzed. METHODS: The authors review recent literature on the neurobiology and neuroanatomy of PD. RESULTS: In this update, the authors present a revision of data that demonstrates the existence of a "fear network", which has as its main point the central nucleus of the amygdale and includes the hypothalamus, the thalamus, the hippocampus, the periaqueductal gray region, the locus ceruleus and other brainstem structures. Its existence is evidenced in animal studies of emotional and behavioral states, and its presence and importance can be extrapolated to the study of PD in humans. CONCLUSION: This fear network can allow new progresses and studies using neuroimaging techniques and/or psychopharmacological trials, further elucidating the cerebral circuits of PD.

  20. Cognitive impairment in a Brazilian sample of patients with bipolar disorder Prejuízo cognitivo em uma amostra brasileira de pacientes com transtorno do humor bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlia J Schneider

    2008-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Persistent neurocognitive deficits have been described in bipolar mood disorder. As far as we are aware, no study have examined whether the cognitive impairment is presented in the same way in a Brazilian sample. METHOD: Cognitive function of 66 patients with bipolar disorder (32 with depressive symptoms and 34 euthymic and 28 healthy subjects was examined using a complete cognitive battery. RESULTS: Patients with bipolar disorder presented a significantly poorer performance in eight of the 12 subtests when compared to healthy subjects. There was no significant difference between the subgroups of patients. These patients showed impairment in both verbal and non-verbal cognitive function. CONCLUSION: Cognitive impairment was found in both groups of patients with bipolar disorder. The findings described here suggest an overall impairment of cognitive function, independent of mood symptoms. This is in line with data showing that cognitive deficits may be a persistent characteristic of bipolar disorder.OBJETIVO: Déficits neurocognitivos persistentes têm sido descritos no transtorno do humor bipolar; entretanto, não há estudos em amostras brasileiras para avaliar se o prejuízo se apresenta da mesma forma. MÉTODO: Foi realizada uma avaliação cognitiva em 66 pacientes bipolares (32 com sintomas depressivos e 34 eutímicos e 28 controles, utilizando-se uma bateria cognitiva completa. RESULTADOS: Em oito dos 12 subtestes avaliados os pacientes apresentaram desempenho significativamente inferior em relação aos controles. Não houve diferença significativa entre os grupos de pacientes. Foram encontrados prejuízos cognitivos tanto na área verbal como na área não verbal da cognição. CONCLUSÃO: Foi observada uma performance inferior em ambos os grupos de pacientes com transtorno bipolar. As dificuldades cognitivas encontradas apontam para um prejuízo global no funcionamento cognitivo, independente da presença de sintomas

  1. Diagnóstico, tratamento e prevenção da mania e da hipomania no transtorno bipolar Diagnosis, treatment and prevention of mania and hipomania within the bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Alberto Moreno

    2005-01-01

    Full Text Available Pelo menos 5% (Moreno, 2004 e Angst et al., 2003 da população geral já apresentou mania ou hipomania. A irritabilidade e sintomas depressivos durante episódios de hiperatividade breves e a heterogeneidade de sintomas complicam o diagnóstico. Doenças neurológicas, endócrinas, metabólicas e inflamatórias podem causar uma síndrome maníaca. Às vezes, a hipomania ou a mania são diagnosticadas de forma errada como normalidade, depressão maior, esquizofrenia ou transtornos de personalidade, ansiosos ou de controle de impulsos. O lítio é a primeira escolha no tratamento da mania, mas ácido valpróico, carbamazepina e antipsicóticos atípicos são também freqüentemente utilizados. A eletroconvulsoterapia está indicada na mania grave, psicótica ou gestacional. A maioria dos estudos controlados para a profilaxia de episódios maníacos foi realizada com lítio e mais estudos são necessários para investigar a eficácia profilática do valproato, da olanzapina e de outras medicações. O tratamento e a profilaxia da hipomania foram pouco estudados e, de modo geral, seguem as mesmas diretrizes usadas para a mania.At least 5% (Moreno, 2004 e Angst et al., 2003 of the general population have presented mania or hypomania. Irritability and depressive symptoms during brief hyperactivity episodes and the heterogeneity of symptoms complicate the diagnosis. Neurological, metabolic, endocrine, inflammatory diseases, besides drugs intoxication and abstinence can cause a manic syndrome. Sometimes hypomania or mania are misdiagnosed as normality, major depression, schizophrenia, personality, anxiety and impulse control disorders. Lithium is the first treatment choice for episodes of mania. Valproic acid, carbamazepine and atypical antipsychotics are frequently used as well. Electroconvulsive therapy should be used in severe, psychotic or gestational mania. For the prophylaxy of manic episodes, lithium is the medication with most controlled

  2. O transtorno bipolar na mulher Bipolar disorder in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro de Borja Gonçalves Guerra

    2005-01-01

    Full Text Available Diferenças sexuais, descritas em vários transtornos psiquiátricos, também parecem estar presentes no transtorno afetivo bipolar (TAB. A prevalência do TAB tipo I se distribui igualmente entre mulheres e homens. Mulheres parecem estar sujeitas a um risco maior de ciclagem rápida e mania mista, condições que fariam do TAB um transtorno com curso mais prejudicial no sexo feminino. Uma diátese depressiva mais marcante, uso excessivo de antidepressivos e diferenças hormonais surgem como hipóteses para explicar essas diferenças fenomenológicas, apesar das quais, mulheres e homens parecem responder igualmente ao tratamento medicamentoso. A indicação de anticonvulsivantes como primeira escolha em mulheres é controversa, a não ser para o tratamento da mania mista e, talvez, da ciclagem rápida. O tratamento do TAB na gravidez deve levar em conta tanto os riscos de exposição aos medicamentos quanto à doença materna. A profilaxia do TAB no puerpério está fortemente indicada em decorrência do grande risco de recorrência da doença nesse período. Embora, de modo geral, as medicações psicotrópicas estejam contra-indicadas durante a amamentação, entre os estabilizadores do humor, a carbamazepina e o valproato são mais seguros do que o lítio. Mais estudos são necessários para a confirmação das diferenças de curso do TAB entre mulheres e homens e a investigação de possíveis diferenças na efetividade dos tratamentos.Gender differences, described in several psychiatric disorders, seem to be also present in bipolar disorder (BD. The prevalence of bipolar I disorder is equally distributed between women and men. Women seem to be at higher risk for rapid cycling and mixed mania, conditions that could make BD a disorder with a more severe course in the female sex. A marked depressive diathesis among women, greatest use of antidepressants and hormonal differences have been mentioned as hypotheses to explain these

  3. Estado atual da clínica psiquiátrica do transtorno obsessivo-compulsivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana G . Hounie

    Full Text Available Este artigo revisa a literatura sobre o transtorno obsessivocompulsivo com o objetivo de informar o estado atual da pesquisa científica nesse tema. Os autores citam a literatura internacional buscando enfatizar a pesquisa nacional, principalmente a pesquisa do seu grupo, o Projeto Transtornos do espectro Obsessivo-compulsivo.

  4. Imunologia do transtorno bipolar Immunology of bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabela Guimarães Barbosa

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Pesquisas recentes têm implicado fatores imunes na patogênese de diversos transtornos neuropsiquiátricos. O objetivo do presente trabalho é revisar os trabalhos que investigaram a associação entre transtorno bipolar e alterações em parâmetros imunes. MÉTODOS: Artigos que incluíam as palavras-chave: "bipolar disorder", "mania", "immunology", "cytokines", "chemokines", "interleukins", "interferon" e "tumor necrosis factor" foram selecionados em uma revisão sistemática da literatura. As bases de dados avaliadas foram MedLine e Scopus, entre os anos de 1980 e 2008. RESULTADOS: Foram identificados 28 trabalhos que estudaram alterações imunes em pacientes com transtorno bipolar. Seis artigos investigaram genes relacionados à resposta imune; cinco, autoanticorpos; quatro, populações leucocitárias; 13, citocinas e/ou moléculas relacionadas à resposta imune e seis, leucócitos de pacientes in vitro. CONCLUSÕES: Embora haja evidências na literatura correlacionando o transtorno bipolar a alterações imunes, os dados não são conclusivos. O transtorno bipolar parece estar associado a níveis mais elevados de autoanticorpos circulantes, assim como à tendência à ativação imune com produção de citocinas pró-inflamatórias e redução de parâmetros anti-inflamatórios.OBJECTIVE: Emerging research has implicated immune factors in the pathogenesis of a variety of neuropsychiatric disorders. The objective of the present paper is to review the studies that investigated the association between bipolar disorder and immune parameters. METHODS: Papers that included the keywords "bipolar to disorder", "mania", "immunology", "cytokines", "chemokines", "interleukins", "interferon" and "tumor necrosis factor" were selected in a systematic review of the literature. The evaluated databases were MedLine and Scopus in the period between 1980 and 2008. RESULTS: Twenty eight works were found. Six studies investigated immune response

  5. Insônia na menopausa e perimenopausa: características clínicas e opções terapêuticas

    OpenAIRE

    Soares,Claudio N.

    2006-01-01

    Transtornos do sono e insônia são mais freqüentemente observados entre as mulheres do que entre os homens durante a vida adulta. Entre outros fatores, especula-se que alta comorbidade psiquiátrica para transtornos afetivos e ansiosos entre as mulheres contribua para maior ocorrência de insônia. Além disso, períodos de intensa variabilidade hormonal (por exemplo, gestação e puerpério, perimenopausa) parecem estar relacionados com maior incidência de insônia e de transtornos respiratórios do so...

  6. Insomnia during menopause and perimenopause: clinical characteristics and therapeutic options

    OpenAIRE

    Soares, Claudio N.

    2006-01-01

    Transtornos do sono e insônia são mais freqüentemente observados entre as mulheres do que entre os homens durante a vida adulta. Entre outros fatores, especula-se que alta comorbidade psiquiátrica para transtornos afetivos e ansiosos entre as mulheres contribua para maior ocorrência de insônia. Além disso, períodos de intensa variabilidade hormonal (por exemplo, gestação e puerpério, perimenopausa) parecem estar relacionados com maior incidência de insônia e de transtornos respiratórios do so...

  7. Transtorno de personalidade na terceira idade Personality disorders in an elderly patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Speggiorin Pereira

    2007-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Dificuldades interpessoais, instabilidade afetiva, distorções da relação médico-paciente e respostas imprevisíveis às intervenções são características centrais aos transtornos de personalidade que são encontradas tanto em pacientes jovens, como em adultos idosos. RELATO DE CASO: Encontra-se aqui descrito um caso de transtorno de personalidade em paciente de 68 anos de idade, com transtorno de personalidade do tipo histriônica e outras comorbidades psiquiátricas. CONCLUSÃO: Transtorno de personalidade é um diagnóstico raramente aventado no tratamento psiquiátrico no paciente idoso de difícil manejo. Deve-se nestes casos fazer uma investigação mais aprofundada do funcionamento da personalidade, pois a presença e a severidade do transtorno de personalidade têm implicações no plano da assistência de ambos os tratamentos psicológico e farmacológico.CONTEXT: Interpersonal difficulties, affective instability, distortions of the clinician-patient relationship, and unpredictable responses to clinical interventions, are characteristics found in older adults as well as in younger patients with personality disorders. CASE REPORT: We report the case of a 68 years old patient with histrionic personality disorder and other psychiatric comorbidities. CONCLUSION: Personality disorders are frequently overlooked in the diagnostic workout of complex psychogeriatric syndromes, and require a comprehensive assessment of personality traits. The correct identification of personality disorders and their subtypes is critical for planning the therapeutic approach, including pharmacotherapy and psychological management.

  8. Transtorno de estresse pós-traumático em dependente do álcool

    OpenAIRE

    Pulcherio,Gilda; Vernetti,Carmen; Strey,Marlene Neves; Faller,Sibele

    2008-01-01

    CONTEXTO: Os transtornos comórbidos entre dependentes químicos têm se mostrado a regra e não a exceção. O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) é um transtorno de ansiedade que se desenvolve após evento traumático, com importante sintomatologia. Quase 100% dos dependentes químicos que procuram tratamento relatam história de traumas, e as prevalências de TEPT têm variado entre 30% e 60%. Entre os alcoolistas, as prevalências de TEPT variam de 10% a 40%. Apesar das altas prevalências, ta...

  9. Transtorno de estresse pós-traumático em universitários vítimas de violência doméstica na infância e na adolescência

    OpenAIRE

    Nogueira, José Rômulo Feitosa

    2013-01-01

    p. 1-87 Objetivo: Investigar a prevalência de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) em estudantes universitários vítimas de traumas sexuais, físicos e psicológicos ocorridos em ambientes domésticos, vivenciados na infância e na adolescência. Método: Estudo de corte transversal e caráter censitário, em sete instituições localizadas na região Nordeste do Brasil, com alunos maiores de 18 anos do primeiro e do último semestres teóricos dos cursos de graduação. A coleta de...

  10. Generalized anxiety disorder and the Hamilton Anxiety Rating Scale in Parkinson's disease Transtorno de ansiedade generalizada e a Escala de Ansiedade de Hamilton na doença de Parkinson

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arthur Kummer

    2010-08-01

    Full Text Available Anxiety is common in Parkinson's disease (PD, but studies concerning specific anxiety disorders are scarce. Essential psychometric properties of anxiety rating scales are also lacking. OBJECTIVE: To investigate general anxiety disorder (GAD in PD and psychometric properties of the Hamilton Anxiety Rating Scale (Ham-A. METHOD: Ninety-one PD patients underwent neurological and psychiatric examination, which included the MINI-Plus, the Ham-A and the Hamilton Depression Rating Scale (Ham-D. RESULTS: GAD was present in 30.8% of PD patients. Patients with GAD had longer disease duration (p=0.044 and were in use of higher doses of levodopa (p=0.034. They also tended to have more motor fluctuations and dyskinesias. The group with GAD scored higher in Ham-A (pAnsiedade é comum na doença de Parkinson (DP, mas estudos sobre transtornos de ansiedade específicos são ainda escassos. Faltam também estudos sobre propriedades psicométricas essenciais das escalas de ansiedade. OBJETIVO: Investigar o transtorno de ansiedade generalizada (TAG na DP e propriedades psicométricas da Escala de Ansiedade de Hamilton (Ham-A. MÉTODO: Noventa e um pacientes com DP se submeteram a exames neurológico e psiquiátrico, que incluiu o MINI-Plus, a Ham-A e a Escala de Depressão de Hamilton (Ham-D. RESULTADOS: TAG esteve presente em 30,8% dos participantes. Pacientes com TAG tinham maior duração de doença (p=0,044 e estavam em uso de maiores doses de levodopa (p=0,034. Também havia uma tendência desses pacientes terem mais flutuações motoras e discinesias. O grupo com TAG pontuou mais alto na Ham-A (p<0,001, nas subescalas somática (p<0,001 e psíquica da Ham-A (p<0,001, e na Ham-D (p=0,004. A Ham-A mostrou boa consistência interna (alfa de Cronbach=0,893 e um ponto de corte de 10/11 é sugerido para triar o TAG. CONCLUSÃO: TAG é freqüente na DP e a Ham-A pode ser um instrumento útil para triar esse transtorno.

  11. O conceito do insight em pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo The concept of insight in patients with obsessive-compulsive disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlia M. Fontenelle

    2010-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Atualizar os clínicos sobre a existência de um possível subtipo do transtorno obsessivo-compulsivo caracterizado por pouco insight. MÉTODO: Revisão opinativa baseada em estudos indexados na base de dados PubMed e PsychINFO, identificados por meio dos unitermos "obsessive-compulsive disorder" e "insight" ou "ego-dystonic" e publicados entre 1966 e outubro de 2009. Os resultados foram examinados de acordo com a estratégia utilizada para abordar o insight, i.e. categórica vs. dimensional. RESULTADOS: Análise dos estudos nos permitiu identificar pontos que colocam em dúvida a existência de um subtipo do transtorno obsessivo-compulsivo bem delimitado caracterizado por pouco insight. Estes pontos incluem 1 prevalência extremamente variável do transtorno obsessivo-compulsivo com insight reduzido encontrada em estudos categóricos, 2 homogeneidade dos achados fenotípicos (i.e. maior gravidade associados a baixo insight em estudos categóricos e dimensionais e 3 ausência de estudos que investigam "zonas de raridade" entre as formas de transtorno obsessivo-compulsivo com pouco e bom insight. CONCLUSÃO: Embora uma abordagem categórica do insight no transtorno obsessivo-compulsivo seja importante em ambientes clínicos, uma vez que neles existem demandas prementes para tomada de decisões, a abordagem dimensional do insight parece refletir de forma mais fidedigna o fenômeno apresentado pelos pacientes em tela.OBJECTIVE: To update clinicians regarding the existence of a putative subtype of obsessive-compulsive disorder based on poor insight. METHOD: Opinionative review based on studies indexed in the PubMed and PsychINFO databases, identified by means of the keywords "obsessive-compulsive disorder" AND "insight" OR "ego-syntonic", and published between 1966 and October 2009. The results were analyzed according to the approach adopted, i.e. a categorical or dimensional view of insight in obsessive-compulsive disorder. RESULTS: The

  12. Efeito de uma intervenção cognitivo-motora sobre os sintomas depressivos de pacientes com doença de Parkinson

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Christofoletti

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a eficácia de uma intervenção cognitivo-motora sobre os sintomas depressivos de pacientes com DP idiopática. MÉTODOS: Foi realizado um estudo longitudinal, composto por 26 pacientes, divididos entre os grupos experimental e controle. Os sujeitos foram avaliados pela Escala de Depressão Geriátrica, sendo o grupo experimental submetido a uma sequência de exercícios fisioterápicos de estimulação cognitivo-motora durante seis meses. Para a análise dos dados, foram aplicados os testes de Análise de Variâncias para medidas repetidas, a estatística por contraste e o teste t de Student para amostras independentes, sob um nível de significância de 5%. RESULTADOS: Os resultados apontaram homogeneidade dos grupos no momento inicial, e o grupo submetido ao tratamento fisioterápico obteve uma tendência de significância na interação "momento de intervenção" versus "grupo", evidenciado pelo erro alfa de 6%, com contraste linear de dados. CONCLUSÃO: O protocolo proposto apresentou boa aceitação pelos pacientes com DP. Apesar de não termos alcançado um intervalo de confiança de 95%, a tendência de significância obtida vislumbra um potencial do referido protocolo, mas com a necessidade de maiores estudos comprobatórios.

  13. Prevalência de transtornos mentais entre crianças e adolescentes e fatores associados: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daianna Lima Thiengo

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática para identificar os transtornos mais prevalentes na infância e adolescência e possíveis fatores associados. Métodos Várias bases eletrônicas de dados foram pesquisadas. Foram considerados critérios de inclusão: estudos epidemiológicos de base populacional; observacionais; com instrumentos validados; publicados em inglês, espanhol ou português; e que obtiveram pontuação acima de 12 pontos conforme critérios metodológicos do Checklist for Measuring Quality. Resultados Os transtornos mais frequentes encontrados pelos estudos, respectivamente, foram: depressão, transtornos de ansiedade, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH, transtorno por uso de substâncias e transtorno de conduta. Fatores que mais se mostraram associados aos diferentes transtornos foram: fatores biológicos, fatores genéticos e fatores ambientais. Conclusão O conhecimento desses transtornos e seus potenciais fatores de risco trazem a possibilidade de desenvolvimento de programas de intervenção focados em prevenir ou atenuar os efeitos destes.

  14. Transtornos mentais, qualidade de vida e identidade em homossexuais na maturidade e velhice Mental disorders, quality of life and identity in middle-age and older homosexual adults

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alex de Toledo Ceará

    2010-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Em nossa sociedade, sujeitos de orientação homossexual (SOHom têm sido expostos de maneira incisiva a atitudes de discriminação e preconceito. OBJETIVO: Investigar as dimensões saúde mental, qualidade de vida e identidade psicossocial em homossexuais na maturidade e na velhice. MÉTODO: Os sujeitos foram captados pela estratégia "bola de neve". Foram utilizados procedimentos quantitativos e qualitativos com os instrumentos: MINI Plus, WHOQOL-bref, e entrevistas semiestruturadas por meio do inventário de identidade psicossocial. Foram entrevistados 40 SOHom (grupo de estudo, comparando-os a 40 sujeitos de orientação heterossexual (SOHet (grupo contraste, pareados individualmente por gênero, idade, escolaridade e classe social. RESULTADOS: Verificou-se maior frequência de transtornos mentais no grupo de estudo com 15 (37,5% casos, em comparação ao grupo contraste, com oito (20%. O risco de suicídio estava presente em três (7,5% participantes do grupo de estudo. Dos sujeitos no grupo de estudo com algum transtorno mental, 11 (73,3% não revelavam a orientação homossexual em áreas significativas de sua vida (p = 0,00001. Os sujeitos homossexuais apresentaram melhor qualidade de vida no domínio social em comparação aos heterossexuais. CONCLUSÃO: Os sujeitos homossexuais desta pesquisa revelaram, na maturidade e na velhice, maior frequência de transtornos mentais, porém melhor qualidade de vida. É possível que a homofobia internalizada possa estar associada a dificuldades psicossociais. Sendo assim, pode-se sugerir que a não revelação da homossexualidade e o esforço no curso da vida em ocultá-la talvez representem fatores associados à maior ocorrência de transtornos mentais.BACKGROUND: In our society subjects with homosexual orientation have been strongly exposed to attitudes of discrimination and prejudice. OBJECTIVE: To investigate the mental health, life quality and psychosocial identity dimensions in

  15. Diagnóstico e tratamento de transtorno bipolar e TDAH na infância: desafios na prática clínica Diagnosis and treatment of bipolar disorder and ADHD on childhood: challenges in the clinical practice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César de Moraes

    2007-01-01

    Full Text Available O transtorno de humor bipolar (THB e o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH são enfermidades graves, de evolução crônica e que geram forte impacto social, familiar e educacional. Por compartilharem sintomas comuns e freqüentemente se apresentarem em comorbidade, o seu diagnóstico diferencial torna-se difícil, porém imprescindível, visto que medicamentos utilizados no tratamento do TDAH podem agravar a bipolaridade em crianças não tratadas. São encontradas taxas que variam de 49% a 87% de diagnóstico de TDAH em crianças e adolescentes com THB. Crianças com ambos os transtornos têm um curso geralmente mais grave. São indivíduos com taxas maiores de sintomas psicóticos, depressão, problemas escolares, hospitalização, ansiedade e comportamentos disruptivos. A criança com transtorno de humor bipolar TDAH deve iniciar o tratamento com estabilizadores de humor, visto que o impacto dos sintomas maníacos é maior do que o dos sintomas de TDAH. Se os sintomas de desatenção, impulsividade e hiperatividade persistem após a estabilização do humor, pode-se preconizar o tratamento para o TDAH com o uso de psicoestimulantes.Bipolar mood disorder (BD and attention deficit hyperactivity disorder (ADHD are serious maladies with chronic course, with strong social, familial and educational impact. Since both of them may present similar symptomatology and may also occur as comorbidity, the differential diagnosis can be considered difficult. However the medication used for the treatment of ADHD can aggravate BD in children who are not treated. Rates raging from 49% to 87% ADHD are described in children and adolescents with BD. Children who present both disorders have a more serious course and present higher rates of psychotic symptoms, depression, learning problems, hospitalization, anxiety and disruptive behavior. Children with BD and ADHD should start treatment with mood stabilizers, whereas the impact of the maniac

  16. Transtornos psiquiátricos associados à epilepsia Psychiatric disorders associated to epilepsy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana de Oliveira

    2003-01-01

    Full Text Available Os autores relatam caso de uma paciente portadora de epilepsia que desenvolveu sintomas psicóticos e depressivos associados a essa patologia, discutindo-o em relação a seus aspectos psicopatológicos.The authors report a case of a patient with epilepsy who developed psychotic and depressive symptons and discuss it in the light of psychopatological aspects.

  17. Transtorno bipolar de início tardio: uma variedade orgânica do transtorno de humor? Bipolar disorder with late onset: an organic variety of mood disorder?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osvaldo P Almeida

    2004-10-01

    Full Text Available Transtorno bipolar (TB é comumente associado à fase final da adolescência ou idade adulta jovem, embora em uma proporção substancial dos pacientes a doença comece em fases mais tardias da vida. Os resultados de várias investigações clínicas sugerem que casos de transtorno bipolar com início tardio têm, mais freqüentemente, uma "causa orgânica" e que isso justificaria a subdivisão do transtorno bipolar entre "início precoce" e "início tardio". Este artigo revê a literatura sobre a hipótese orgânica do transtorno bipolar de início tardio e conclui que essa subdivisão é artificial e carece de suporte clínico e epidemiológico.Bipolar disorder (BD is commonly associated with late adolescence or early adulthood, although a substantial proportion of patients develops the condition in later life. The results of early clinical investigations suggested that cases of bipolar disorder with onset in later life were more often associated with 'organic causes', and could potentially justify the distinction between early and late onset bipolar disorder. This paper reviews currently available evidence in support of the organic hypothesis for late onset bipolar disorder. It concludes that the split of bipolar disorder according to age at onset is artificial, and lacks clinical significance and epidemiological support.

  18. The nicotine dependence associated with alcohol use and other psychoactive substance A dependência da nicotina associada ao uso de álcool e outras substâncias psicoativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaela Serra Bacchi

    2008-10-01

    assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual de Londrina. Os instrumentos foram: questionário estruturado, teste de triagem do envolvimento com álcool, tabaco e outras substâncias (ASSIST v 3.0, teste de Fargerström de Dependência de Nicotina (FTND e critérios diagnósticos para pesquisa de transtorno depressivo, da Organização Mundial da Saúde. Os tabagistas apresentaram as seguintes características sócio-demográficas: predomínio do sexo feminino, e média de idade de 47 anos, com capacidade para atividades domésticas e trabalho. A média de idade de início do uso do tabaco foi de 16 anos. O teste de Fagerström apresentou uma pontuação média de seis, tanto para tabagistas com e sem uso de substâncias psicoativas, A relação encontrada entre a depressão grave e o uso de substâncias psicoativas foi significativa. Este estudo evidenciou uma associação entre o uso do tabaco, de outras substâncias psicoativas e transtorno depressivo. Os profissionais da saúde deveriam identificar subgrupos de fumantes adultos com associação de depressão e uso de substâncias psicoativas, e promover uma intervenção em ambas as comorbidades para maior efetividade do abandono do tabaco.

  19. Uma revisão dos estudos latino-americanos sobre o transtorno da compulsão alimentar periódica A review of Latin American studies on binge eating disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marly Amorim Palavras

    2011-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar o estado de arte da literatura latino-americana sobre o transtorno da compulsão alimentar periódica. MÉTODO: Foi feita uma busca sobre estudos realizados em países latino-americanos usando-se o termo "binge eating", nas seguintes bases eletrônicas: PubMed, LILACS, SciELO e PsycINFO. O critério de inclusão foi selecionar estudos desenvolvidos com amostras latino-americanas que preencheram critérios parciais ou completos do transtorno da compulsão alimentar periódica pelo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais-4ª Edição. RESULTADOS: Foram rastreados 8.123 artigos e 30 preencheram o critério de inclusão (18 estudos de corte transversal, cinco ensaios clínicos, quatro relatos de casos, dois estudos de validade, um estudo de coorte. A maioria dos estudos foi conduzida no Brasil (27, um na Argentina, um na Colômbia e um na Venezuela. A prevalência de transtorno da compulsão alimentar periódica em obesos em programas para perda de peso esteve entre 16% e 51,6%. A comparação entre obesos com e sem transtorno da compulsão alimentar periódica mostrou uma maior tendência para peso mais alto, oscilação ponderal, preocupação com peso e forma corporal e associação com comorbidades psiquiátricas naqueles com transtorno da compulsão alimentar periódica. CONCLUSÃO: O transtorno da compulsão alimentar periódica mostra-se um fenômeno verificável na América Latina com características clínicas semelhantes às encontradas na literatura internacional. Esta revisão fornece subsídios para que o transtorno da compulsão alimentar periódica seja considerado uma categoria distinta de transtorno alimentar na Classificação Internacional de Doenças-11ª Edição.OBJECTIVE: To review the state of the art of the scientific literature on binge eating disorder in Latin America. METHOD: A literature search of studies conducted in Latin American countries using the term "binge eating" was performed

  20. Transtornos invasivos do desenvolvimento não-autísticos: síndrome de Rett, transtorno desintegrativo da infância e transtornos invasivos do desenvolvimento sem outra especificação Non-autistic pervasive developmental disorders: Rett syndrome, disintegrative disorder and pervasive developmental disorder not otherwise specified

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos T Mercadante

    2006-05-01

    Full Text Available A categoria "transtorno invasivos do desenvolvimento" inclui o autismo, a síndrome de Asperger, a síndrome de Rett, o transtorno desintegrativo da infância e uma categoria residual denominada transtornos invasivos do desenvolvimento sem outra especificação. Nesta revisão, a síndrome de Rett e o transtorno desintegrativo da infância, que são categorias bem definidas, serão discutidas, assim como as categorias não tão bem definidas que foram incluídas no grupo transtornos invasivos do desenvolvimento sem outra especificação. Diferentes propostas de categorização têm sido feitas, algumas baseadas em abordagem fenomenológica descritiva, outras baseadas em outras perspectivas teóricas, tais como a neuropsicologia. As propostas atuais são apresentadas e discutidas, seguidas por avaliações críticas sobre as vantagens e desvantagens desses conceitos.The category "Pervasive Developmental Disorders" includes autistic disorder, Asperger's syndrome, Rett's syndrome, childhood disintegrative disorder, and a residual category, named pervasive developmental disorder not otherwise specified. In this review, Rett's syndrome and childhood disintegrative disorder, which are well-defined categories, will be discussed, as well as the not well defined categories that have been included in the Pervasive Developmental Disorder Not Otherwise Specified group. Different proposals of categorization have been created, some of which based on descriptive phenomenological approach, and others based upon other theoretical perspectives, such as neuropsychology. Current proposals are presented and discussed, followed by critical appraisals on the clinical advantages and disadvantages of these concepts.

  1. Comorbidade no transtorno de estresse pós-traumático: regra ou exceção? Comorbidities in posttraumatic stress disorder: rule or excemption?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Margis

    2003-06-01

    Full Text Available O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT com frequência ocorre conjuntamente com outros transtornos psiquiátricos. Este artigo revisa o TEPT e comorbidades, tais como: transtornos de ansiedade, uso de substâncias, transtorno de humor, tentativas de suicídio, transtorno dissociativo e transtorno somatoforme.Posttraumatic stress disorder (PTSD commonly occurs in conjunction with other psychiatric disorders. The present article reviews PTSD and its comorbidities such as anxiety disorders, substance abuse, mood disorders, suicide attempts, dissociative disorder and somatoform disorder.

  2. Transtornos de ansiedade: um estudo de prevalência e comorbidade com tabagismo em um ambulatório de psiquiatria Anxiety disorders: a study of the prevalence and comorbidity with smoking in a psychiatric outpatient clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Lunardi Munaretti

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Este estudo tem por objetivo investigar a presença de transtornos de ansiedade e tabagismo entre pacientes atendidos em um ambulatório de psiquiatria. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal em um ambulatório de psiquiatria em Porto Alegre, no qual se aplicou SCID-I em 84 pacientes, para examinar a ocorrência de transtornos de ansiedade e dependência à nicotina; também se utilizou o Teste de Fagerström para identificar o grau de dependência nicotínica. Excluíram-se pacientes com esquizofrenia, outros transtornos psicóticos e retardo mental. RESULTADOS: Verificou-se freqüência de 75% para os transtornos de ansiedade, sendo mais freqüentes fobia específica e transtorno de ansiedade generalizada (TAG com 26,2% cada um. Tabagistas representaram 21,43% da amostra, e a maior parte destes obteve escore leve para o grau de dependência. Constatou-se associação entre ter TAG e ser tabagista, e a chance dos pacientes com TAG fumarem é 5,2 vezes em relação aos que não têm esse transtorno de ansiedade. CONCLUSÕES: Os transtornos de ansiedade têm uma freqüência elevada entre pacientes ambulatoriais, sendo importante sua identificação. A freqüência de tabagismo entre pacientes com transtorno de ansiedade é alta, apresentando importante associação com TAG, e por isso deve também ser foco de atenção no tratamento desses pacientes.OBJETIVES: This study was aimed at investigating the presence of anxiety disorders and tobacco use among psychiatric outpatients. METHODS: A transversal study was carried out in which SCID-I was administered to 84 psychiatric outpatients in Porto Alegre, in order to determine the occurrence of anxiety disorders and nicotine dependence; in addition, Fagerström's test was used to identify the degree of nicotine dependence. Exclusion criteria were having a diagnosis of schizophrenia or presenting other psychotic disorders and mental retardation. RESULTS: Anxiety disorders were found in

  3. Cirurgia bariátrica e transtornos alimentares: uma revisão integrativa

    OpenAIRE

    Novelle, Julia M.; Alvarenga, Marle S.

    2016-01-01

    RESUMO Objetivo Realizar revisão sobre transtornos alimentares e comportamentos alimentares transtornados relacionados à cirurgia bariátrica. Métodos Revisão integrativa da literatura nas bases de dados PubMed, Lilacs, Bireme, portal SciELO com descritores indexados com critérios de inclusão: oferecer dado sobre a presença ou frequência de transtorno alimentar e/ou comportamentos alimentares disfuncionais previamente e/ou após a cirurgia. Resultados Foram selecionados 150 estudos (14 na...

  4. Estresse e transtornos mentais comuns em trabalhadores de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Luiz Lima da Silva

    2008-12-01

    Full Text Available O estresse é referido em estudos científicos como fator relevante no processo de determinação de agravos à saúde, incluindo os trabalhadores da saúde. O trabalho da equipe de enfermagem a coloca sob tensão e à mercê de riscos, dentre os quais os psicossociais e emocionais. Este estudo objetivou analisar a exposição ao estresse no trabalho, tendo como desfecho a ocorrência de transtornos mentais comuns (TMC entre profissionais de enfermagem. Trata-se de um estudo seccional realizado com 1182 trabalhadores de um hospital federal localizado no Município do Rio de Janeiro. A variável independente ¾ estresse no trabalho ¾ foi investigada através da escala resumida Job Stress Scale, adaptada para o português por Alves e colaboradores. O Modelo Demanda-Controle de Karasek e Theorell foi utilizado para avaliar as dimensões psicossociais estudadas. A variável dependente TMC foi avaliada de acordo com a versão reduzida do Self Reporting Questionnaire. A prevalência de TMC encontrada foi 23,6%, sendo 20,9% entre os trabalhadores permanentes e 26,4% entre temporários (p= 0,027. As maiores prevalências de TMC foram observadas no sexo feminino, entre os mais jovens, de maior escolaridade e sem filhos. Profissionais com trabalho de alta exigência (alta demanda e baixo controle apresentaram 3,6 vezes (IC 95%: 1,95-6,61 mais TMC do que aqueles com trabalho de baixa exigência (baixa demanda e alto controle. Em relação as variáveis laborais, as maiores prevalências observadas foram para profissionais com turno misto, alta carga horária e esforço físico acima da média encontrada. Na análise estratificada das categorias de estresse e do grau de demanda e controle no trabalhado, foi observado nítido gradiente tipo dose resposta. Foi constatada associação entre a exposição às dimensões de estresse e suspeição de TMC, após o controle do confundimento introduzido pelas variáveis, sexo, idade, carga horária, turno, grau de

  5. Abordagens psicoterápicas no transtorno bipolar Psychoterapeutic approach in bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Knapp

    2005-01-01

    Full Text Available Embora o tratamento farmacológico seja essencial para o tratamento do transtorno bipolar, apenas 40% de todos os pacientes que aderem às medicações permanecem assintomáticos durante o período de seguimento, o que tem levado ao desenvolvimento de intervenções psicoterápicas associadas. O objetivo deste artigo é examinar as evidências atuais da eficácia de intervenções psicoterápicas no tratamento do transtorno bipolar. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica por meio do MedLine, PsychoINFO, Lilacs e Cochrane Data Bank, até o ano de 2004, em que foram procurados artigos originais e revisões sobre as abordagens psicoterápicas utilizadas no tratamento do transtorno bipolar. Há várias abordagens que podem se mostrar úteis no tratamento do transtorno bipolar. A psicoeducação e a terapia cognitivo-comportamental apresentam as evidências mais consistentes e são as técnicas mais amplamente estudadas. As intervenções envolvendo familiares e a terapia interpessoal e de ritmo social se mostram tratamentos eficazes em determinadas situações. Há alguns estudos empregando a terapia psicodinâmica no transtorno bipolar, mas são estudos com limitações metodológicas. Apesar de haver evidências demonstrando a eficácia de determinadas abordagens psicoterápicas no transtorno bipolar, ainda é necessária a realização de estudos posteriores que comprovem tais dados e que desenvolvam tratamentos baseados em modelos etiológicos e que identifiquem tratamentos específicos para as diferentes fases e tipos de transtorno bipolar.Although pharmacological treatment is essential for treating bipolar disorder, less than half of all medication compliant patients are non-symptomatic during follow-up, which has led to developments of adjunctive psychosocial interventions. This paper examines the current evidence for effectiveness of psychotherapeutic interventions in the treatment of bipolar disorder. Searches were undertaken through Med

  6. Psiconeuroendocrinologia do transtorno de estresse pós-traumático

    OpenAIRE

    Ruiz,Juliana Elena; Barbosa Neto,Jair; Schoedl,Aline Ferri; Mello,Marcelo Feijo

    2007-01-01

    OBJETIVO: Os autores realizaram uma revisão tradicional da literatura sobre os achados neurobiológicos das disfunções do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal associados ao transtorno de estresse pós-traumático. MÉTODO: Os achados científicos relevantes foram descritos de acordo com a ordem cronológica de publicação e as características dos estudos, se eram pré-clínicos, relacio-nados à violência precoce como fator de risco e, finalmente, achados clínicos em pacientes portadores de transtorno de...

  7. Mental disorders prevalence among female caregivers of children in a cohort study in Salvador, Brazil Prevalência de transtornos mentais entre cuidadoras de crianças de um estudo de coorte realizado em Salvador, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Darci Neves Santos

    2006-06-01

    ém, 32,8% de transtornos ansiosos superaram estimativas anteriores, embora condizentes com a elevada morbidade entre mulheres. CONCLUSÕES: Cuidadoras jovens com melhor escolaridade têm maior probabilidade de possuir melhor nível de saúde mental, com repercussões nas práticas de cuidado infantil.

  8. Panic disorder and hyperventilation Transtorno do pânico e hiperventilação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ANTONIO EGIDIO NARD

    1999-12-01

    Full Text Available Respiratory abnormalities are associated with anxiety, particularly with panic attacks. Symptoms such as shortness of breath, "empty-head" feeling, dizziness, paresthesias and tachypnea have been described in the psychiatric and respiratory physiology related to panic disorder. Panic disorder patients exhibit both behaviorally and physiologically abnormal responses to respiratory challenges tests. Objective: We aim to observe the induction of panic attacks by hyperventilation in a group of panic disorder patients (DSM-IV. Method: 13 panic disorder patients and 11 normal volunteers were randomly selected. They were drug free for a week. They were induced to hyperventilate (30 breaths/min for 3 minutes. Anxiety scales were taken before and after the test. Results: 9 (69.2% panic disorder patients and one (9.1% of control subjects had a panic attack after hyperventilating (pDistúrbios respiratórios estão associados à ansiedade, especialmente aos ataques de pânico. Sufocamento, sensação de "cabeça leve", tonteira, parestesias e taquipnéia aparecem na descrição psiquiátrica e respiratória do transtorno do pânico. Pacientes com transtorno do pânico apresentam respostas comportamentais e fisiológicas anormais a testes respiratórios. Objetivo: Observamos a indução de ataques de pânico através de hiperventilação em um grupo de pacientes com transtorno do pânico (DSM-IV. Método: Selecionamos de forma randomizada 13 pacientes com transtorno do pânico e 11 voluntários normais. Todos estavam sem medicação há uma semana. Foram induzidos a hiperventilar (30 inspirações/minuto durante 3 minutos. Escalas de ansiedade foram utilizadas antes e após o teste. Resultados: No grupo com transtorno de pânico, 9 (69,2% pacientes apresentaram ataque de pânico após a hiperventilação e apenas 1 (9,1% no grupo controle (p<0,05. Conclusão: Os pacientes com transtorno do pânico foram mais sensíveis à hiperventilação que o grupo

  9. Diagnóstico e intervenção clínica comportamental infantil: uma breve revisão

    OpenAIRE

    Miyazaki,Maria Cristina O. S.; Silvares,Edwiges F.M.

    1997-01-01

    Alguns transtornos da infância e da adolescência são discutidos, sob um enfoque comportamental, e com a utilização de critérios para diagnóstico do DSM-IV. São fornecidos dados da literatura acerca da manifestação, prevalência, etiologia e prognóstico dos seguintes transtornos: Autismo, Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade, Transtornos do Humor (Depressão Maior e Distimia), da Ansiedade (Fobia Específica e Transtorno de Ansiedade de Separação) e de Expulsão (Enurese e Encoprese). E...

  10. Transtornos psiquiátricos no pós-parto Postpartum psychiatric disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amaury Cantilino

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O pós-parto é um período de alterações biológicas, psicológicas e sociais. Essa é considerada a época mais vulnerável para a ocorrência de transtornos psiquiátricos. A disforia puerperal, a depressão pós-parto e a psicose pós-parto têm sido classicamente relacionadas ao pós-parto. Atualmente, tem sido observado que os transtornos ansiosos também estão associados a esse período. MÉTODO: Neste artigo é feita uma revisão da bibliografia acerca de transtornos psiquiátricos no pós-parto a partir de artigos encontrados no PubMed e no SciELO entre os anos de 2000 e 2009. Livros, teses e outros artigos considerados relevantes citados no material consultado também foram incluídos. RESULTADOS: A disforia puerperal ocorre em 50% a 85% das mulheres, o quadro é leve e transitório e não requer tratamento. A depressão pós-parto tem prevalência em torno de 13%, pode causar repercussões negativas na interação mãe-bebê e em outros aspectos da vida da mulher e deve ser tratada. A psicose pós-parto é rara, aparecendo em cerca de 0,2% das puérperas. Tem quadro grave que envolve sintomas psicóticos e afetivos, havendo risco de suicídio e infanticídio e geralmente requerendo internação hospitalar. Os transtornos ansiosos podem ser exacerbados ou precipitados no pós-parto, especialmente o transtorno de ansiedade generalizada, o transtorno de estresse pós-traumático e o transtorno obsessivo-compulsivo. CONCLUSÃO: Apesar de não serem reconhecidos como entidades diagnósticas pelos sistemas classificatórios atuais, os transtornos mentais no puerpério apresentam peculiaridades clínicas que merecem atenção por parte de clínicos e pesquisadores.OBJECTIVE: The postpartum period is marked by biological, psychological and social changes. Women are considered most susceptible to psychiatric disorders during the postpartum period. Puerperal blues, postpartum depression and postpartum psychosis have been

  11. Reposição de vitamina B12 reduz comportamento depressivo induzido em ratos jovens = Vitamin B12 replacement therapy reduces induced depressive behavior in young rats

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brito, Adriana Maria de Oliveira

    2016-01-01

    Conclusões: A depleção suave de vitamina B12 na dieta, em nível não indutor de anemia, favoreceu o estado depressivo em ratos jovens, enquanto a sua suplementação na situação de depleção reverteu esse quadro. Em condições de nutrição adequada, entretanto, a suplementação dessa vitamina não exerceu efeito sobre o estado depressivo. Estes resultados estimulam a realização de mais estudos que aprofundem a avaliação das relações entre vitamina B12 e depressão em jovens. Além disso, este estudo também abre perspectivas para um novo modelo experimental de depressão, induzida por depleção de vitamina B12

  12. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicinee Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.

  13. Estado atual da clínica psiquiátrica do transtorno obsessivo-compulsivo

    OpenAIRE

    Hounie, Ana G .; Sampaio, Aline S.; Ferrão, Ygor; Rosário-Campos, Maria Conceição do; Chilvarquer, Raquel; Mathis, Maria Eugênia de; Lopes, Antonio Carlos; Mathis, Maria Alice de; Gonzáles, Christina Hajaj; Taub, Anita; Vasconcelos, Marcos Salem; Seixas, André A. A.; Sá Júnior, Antonio Reis de; Miguel, Eurípedes

    2007-01-01

    Este artigo revisa a literatura sobre o transtorno obsessivocompulsivo com o objetivo de informar o estado atual da pesquisa científica nesse tema. Os autores citam a literatura internacional buscando enfatizar a pesquisa nacional, principalmente a pesquisa do seu grupo, o Projeto Transtornos do espectro Obsessivo-compulsivo. Este artículo repasa la literatura sobre el desorden obsesivo-compulsivo con el objetivo de informar el estado actual de la investigación científica en ese tema. Los ...

  14. A influência da comorbidade com transtornos alimentares na apresentação de mulheres dependentes de substâncias psicoativas The impact of eating disorders as a comorbidity on psychoactive drug-dependent women seeking care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Brasiliano

    2006-01-01

    Full Text Available A associação entre transtornos alimentares e dependência de substâncias é freqüente na prática clínica. Apesar de já existirem dados sugestivos de que essa associação possa sinalizar maior severidade nos distúrbios psiquiátricos e clínicos das pacientes, poucas pesquisas avaliaram sua influência no tratamento. Oitenta mulheres dependentes de álcool e drogas que procuraram tratamento em um programa exclusivo para mulheres foram avaliadas por meio da Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV (SCID, do ASI, e de um questionário padronizado para a coleta de dados sociodemográficos e relativos ao uso de substâncias psicoativas. As 27 (33,75% pacientes que tinham transtornos alimentares presentes (grupo com TA foram comparadas com as 53 (66,25% que não tinham essa comorbidade (grupo sem TA. Os resultados mostraram que o grupo com TA teve problemas com drogas de maneira mais precoce, era significativamente mais jovem e tinha maior severidade no uso destas que o grupo sem TA. As diferenças encontradas, bem como a alta prevalência dos transtornos alimentares não formais, enfatizam a importância de uma avaliação detalhada dos transtornos alimentares em pacientes dependentes de substâncias psicoativas que buscam tratamento. A fim de planejar abordagens terapêuticas efetivas, essas diferenças e, principalmente, a influência da comorbidade entre transtornos alimentares e dependência de substâncias psicoativas no tratamento da dependência química precisam ser investigadas no futuro.The co-occurrence of eating disorders and substance use disorders is frequent in clinical settings. Although there are some data suggesting that this co-occurrence may signal greater psychiatric disturbances and greater medical risks, few studies have evaluated its impact on treatment course. Eighty drug dependent women who had sought treatment in a substance use gender-responsive program were assessed with the Structured Clinical Interview for

  15. Associação de sintomas depressivos e ansiosos com gravidade da migrânea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula de Siqueira Ramos

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo O objetivo do presente estudo foi avaliar a associação do sono, depressão e ansiedade em pacientes com migrânea. Métodos Cinquenta pacientes do sexo feminino, provenientes de um centro terciário de tratamento de cefaleias, com o diagnóstico de migrânea segundo os critérios da International Headache Society, foram incluídas neste estudo. As pacientes foram avaliadas com os seguintes instrumentos: Migraine Disability Assessment test (MIDAS, Headache Impact Test (HIT, Hospital Anxiety (HADS-A and Depression Scale (HAD-D, Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (IQSP e Escala de Sonolência de Epworth (ESE. Resultados As pacientes apresentaram alta prevalência de sintomas de ansiedade (60% e de depressão (42%, má qualidade do sono (80% e sonolência diurna (36%. Foi demonstrada correlação positiva entre a gravidade dos sintomas de ansiedade e HIT (p = 0,018; ρ = 0,334, ESE (p = 0,002; ρ = 0,426 e IQSP (p = 0,002; ρ = 0,426. Correlação positiva também foi demonstrada entre a gravidade dos sintomas depressivos e HIT (p < 0,001; ρ = 0,532, ESE (p = 0,035; ρ = 0,299 e IQSP (p = 0,016, ρ = 0,34. Não houve associação entre a qualidade do sono, a sonolência diurna e a gravidade da migrânea. A pontuação na HAD-D foi o principal preditor de impacto grave da migrânea. Conclusão Apesar da alta frequência de distúrbios do sono, o principal fator relacionado ao impacto da migrânea foi a gravidade dos sintomas depressivos.

  16. Neurobiologia dos transtornos do controle dos impulsos The neurobiology of impulse control disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wendol A Williams

    2008-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar os artigos sobre substratos neurobiológicos dos transtornos do controle dos impulsos. O jogo patológico é o foco central desta revisão na medida em que a maioria dos estudos biológicos dos formalmente classificados como transtornos do controle dos impulsos examinou este transtorno. MÉTODO: Foi feita uma busca no banco de dados Medline de artigos publicados de 1966 até o presente para identificar aqueles relevantes para serem revisados neste artigo. DESFECHOS: Estudos pré-clínicos sugerem que a neuromodulação das monoaminas cerebrais está associada à tomada de decisões impulsivas e aos comportamentos de risco. Os estudos clínicos implicam diversos sistemas de neurotransmissores (serotoninérgico, dopaminérgico, adrenérgico e opióide na fisiopatologia do jogo patológico e de outros transtornos do controle dos impulsos. Estudos de neuroimagem preliminares têm indicado o córtex pré-frontal ventromedial e o estriato ventral como atuantes na fisiopatologia do jogo patológico e de outros transtornos do controle dos impulsos. As contribuições genéticas para o jogo patológico parecem substanciais e os estudos iniciais têm relacionado esse transtorno a polimorfismos alélicos específicos, ainda que os achados de varredura genômica ainda tenham que ser publicados. CONCLUSÃO: Mesmo que tenham sido logrados avanços significativos em nossa compreensão sobre os transtornos do controle dos impulsos, mais pesquisas são necessárias para ampliar o conhecimento existente e traduzir esses achados em avanços clínicos.OBJECTIVE: To review the neurobiological substrates of impulse control disorders. Pathological gambling is a main focus of the review in that most biological studies of the formal impulse control disorders have examined this disorder. METHOD: The medical database Medline from 1966 to present was searched to identify relevant articles that were subsequently reviewed to generate this manuscript

  17. Sintomas depressivos no câncer de mama: Inventário de Depressão de Beck - Short Form Depressive symptoms in breast cancer: Beck Depression Inventory - Short Form

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata de Oliveira Cangussu

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Verificar a prevalência de sintomas depressivos em mulheres com câncer de mama e identificar os fatores de risco associados à sua ocorrência. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal, em que foram entrevistadas 71 mulheres com câncer de mama. Foram empregados dois instrumentos: um questionário para verificar os dados sociodemográficos e clínicos e o Inventário de Depressão de Beck - Short Form (BDI-SF, para avaliação dos sintomas depressivos. Para análise dos dados, utilizaram-se medidas descritivas e o teste de qui-quadrado, que avaliou a associação entre variáveis sociodemográficas e clínicas e os sintomas depressivos. O nível de significância considerado foi de 5%. RESULTADOS: A prevalência de sintomas depressivos foi de 29,6%. Os fatores associados à presença desses sintomas foram o tratamento quimioterápico (p = 0,021, presença de dor (p = 0,018 e limitação do movimento do membro superior (p = 0,010 e pior percepção da saúde (p = 0,018. CONCLUSÃO: Sintomas depressivos são frequentes no câncer de mama, assim a saúde mental das mulheres com esse tipo de câncer deve ser investigada e tratada quando necessário, reduzindo o impacto desses sintomas na vida da mulher.OBJECTIVES: To verify the prevalence of depressive symptoms in women with breast cancer and identify risk factors associated to its occurrence. METHODS: It was a transversal study where 71 women with breast cancer were interviewed. Two instruments were applied, being one questionnaire used to verify sociodemographic and clinical data, and the Beck Depression Inventory - Short Form to evaluate depressive symptoms. Descriptive methods and chi-square test were utilized to analyze data, evaluating association between depressive symptoms, sociodemographic and clinical data. Significance level was considered of 5%. RESULTS: Depressive symptoms prevalence was 29,6%. Factors associated to the presence of this kind of symptoms were

  18. Transtorno bipolar : adesão ao tratamento e psicoeducação

    OpenAIRE

    Samir Vidal Mussi

    2012-01-01

    A psicoeducação é uma das estratégias que deve ser inserida no tratamento de pacientes com diagnóstico de transtorno bipolar e tem demonstrado eficácia para fomentar respostas relacionadas à adesão à medicação. O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade de um programa de psicoeducação aplicado a 9 pacientes com diagnóstico de transtorno bipolar, em tratamento em um hospital público. Para avaliação foram aplicadas as escalas de depressão (Hamilton), de mania (Young) e de Qualidade de Vi...

  19. Tratamento farmacológico do transtorno de estresse pós-traumático

    OpenAIRE

    Bernik Márcio; Laranjeiras Marcionilo; Corregiari Fábio

    2003-01-01

    Os autores apresentam uma revisão de literatura sobre a farmacoterapia do transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). Poucos ensaios clínicos controlados já foram feitos nesta área, mas o interesse no transtorno é crescente. Os antidepressivos, especialmente aqueles com atividade serotonérgica, parecem ser tratamentos farmacológicos eficazes no TEPT, seja como tratamento primário ou em associação com a psicoterapia.

  20. Transtornos parafílicos em pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo: série de casos Paraphilic disorders among patients with obsessive-compulsive disorder: case series

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manuela C. Borges

    2007-01-01

    Full Text Available Com o intuito de elucidar a relação entre transtornos do controle de impulsos (TCI e transtorno obsessivo-compulsivo (TOC, faz-se mister estudar subgrupos mais clinicamente homogêneos de transtornos impulsivos. Por meio do relato de quatro casos de pacientes com TOC e diferentes tipos de transtornos parafílicos (fetichismo transvético, sadismo, ginandromorfofilia e exibicionismo, são discutidos os conceitos de compulsividade, impulsividade e a relação temporal entre ambos. O estudo dos casos aqui descritos mostra que (1 pacientes com TOC e transtornos parafílicos tendem a desenvolver o TOC primeiro, (2 diante de desejos, fantasias ou atos sexuais parafílicos, pacientes com TOC podem lançar mão de comportamentos tipicamente compulsivos, (3 pacientes com TOC e obsessões sexuais egodistônicas podem desenvolver desejos, fantasias ou atos sexuais parafílicos de conteúdo semelhante ao das obsessões, (4 em um mesmo paciente, TOC e parafilias podem apresentar cursos independentes, e (5 pacientes com TOC e parafilias podem não apresentar obsessões sexuais. O sofrimento de pacientes com TOC e parafilias justifica a investigação continuada de tais condições no intuito de elucidar os mecanismos que subjazem esta associação e de criar estratégias que aumentem a adesão ao tratamento.In order to elucidate the relationship between impulse control disorders and obsessive-compulsive disorder (OCD, it is essential to study more clinically homogenous subgroups of patients with impulsive disorders. Using four cases of patients with OCD and comorbid paraphilias (transvestic fetishism, sadism, gynandromorphophilia, and exhibitionism as reference-points, we discuss the concepts of compulsivity, impulsivity, and the temporal relationship between them. The case studies here described suggest that (1 patients with OCD and comorbid paraphilias tend to develop OCD first, (2 once developing paraphilic fantasies, desires, or behaviors, patients with

  1. Comorbidities, medications and depressive symptoms in patients with restless legs syndrome and migraine Comorbidades, medicações e sintomas depressivos em pacientes com síndrome das pernas inquietas e enxaqueca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karen S. Ferreira

    2013-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The pathophysiology of migraine and restless legs syndrome (RLS seems to involve inherited mechanism and dysfunction of the dopaminergic system. Previous articles have shown that the frequency of RLS is higher in migraine patients than in controls. We conducted a study to evaluate comorbidities, medication used and depressive symptoms that can explain the relation between migraine and RLS. METHODS: A case-control study was performed in which patients with migraine (n=72 and a control group without migraine (n=72 were interviewed. Data including RLS diagnosis, depressive symptoms, comorbidities and drugs used were evaluated. RESULTS: There was a significant association between migraine and RLS (p=0.01, but comorbidities such as diabetes, hypertension, anemia and drugs used did not explain this association. Depression scores, as measured by the Beck Depression Inventory, were higher in migraine patients with RLS (p =0.04. CONCLUSION: No specific factors explaining the association between migraine and RLS were found. Symptoms of depression were more frequent in patients with migraine and RLS.OBJETIVO: A fisiopatologia da enxaqueca e da síndrome das pernas inquietas (SPI parece envolver mecanismos genéticos e disfunção do sistema dopaminérgico. Artigos anteriores mostraram que a frequência de SPI em pacientes com enxaqueca é maior do que nos controles. Desenvolvemos um estudo para avaliar comorbidades, medicamentos utilizados e sintomas depressivos em pacientes com migrânea e SPI. MÉTODOS: Foi desenvolvido um estudo de caso-controle. Foram entrevistados pacientes com enxaqueca (n=72 e sujeitos de um grupo controle (n=72. Foram avaliados dados incluindo diagnóstico de SPI, sintomas depressivos, comorbidades e medicamentos usados. RESULTADOS: Houve associação significativa entre enxaqueca e SPI (p=0,01. Comorbidades como diabetes, hipertensão, anemia ou drogas utilizadas não explicam esta associação. Escores de depress

  2. Escalas psicométricas como instrumentos de rastreamento para depressão em estudantes do ensino médio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emilio Salle

    2012-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A depressão é uma importante causa de suicídio em adolescentes. Portanto, são necessários instrumentos adequados para o rastreamento da depressão nessa população. OBJETIVO: Avaliar escalas de depressão como instrumentos de rastreamento para depressão em estudantes brasileiros do ensino médio. MÉTODOS: Estudo transversal. Três escalas (BDI, CES-D, e CRS e um teste para avaliar sintomas psiquiátricos gerais (SRQ foram aplicados individualmente a 503 estudantes do ensino médio com idades entre 15 e 17 anos. Os resultados foram comparados aos obtidos com os critérios de depressão maior do manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (DSM-IV. RESULTADOS: A prevalência de depressão maior utilizando-se os critérios do DSM-IV foi de 10,9%. Adolescentes com depressão maior apresentaram escores significativamente mais altos (p = 0,001 no SRQ e nas três escalas avaliadas em comparação ao grupo sem depressão. A sensibilidade e a especificidade para identificar depressão pelo BDI, CES-D e CRS foram, respectivamente, 0,77 e 0,70, 0,75 e 0,73 e 0,82 e 0,71 (curva ROC. Os melhores pontos de corte foram 9 para o BDI, 10 para a CRS e 14 para a CES-D. A frequência de sintomas depressivos foi maior em meninas (aproximadamente 2:1. CONCLUSÃO: Esses achados indicam o uso do BDI, da CES-D e da CRS apenas para o rastreamento, ou como uma avaliação sintomática adicional, da depressão em estudantes do ensino médio. A diferença entre meninos e meninas com relação aos escores nas escalas alerta contra o uso dos mesmos valores de corte para ambos os sexos.

  3. Quality of life, diagnosis, and treatment of patients with major depression: a prospective cohort study in primary care Qualidade de vida, diagnóstico e tratamento de pacientes com depressão maior: uma coorte prospectiva em cuidados primários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Flávia Barros da Silva Lima

    2011-09-01

    constituída por 179 sujeitos, a maioria do sexo feminino (73%, com uma idade média de 38 anos e 9 anos de escolaridade. Aos nove meses do estudo, 42% dos sujeitos ainda apresentavam um quadro compatível com depressão maior, 25% com remissão completa dos sintomas e somente 9% foram tratados com antidepressivo de forma adequada. Em relação à qualidade de vida, ocorreram diferenças significativas principalmente entre o período de baseline e nove meses para quase todas as medidas. CONCLUSÃO: Este estudo demonstrou que pacientes com sintomas depressivos dificilmente são reconhecidos ou recebem tratamentos adequados em unidades de cuidados primários no sul do Brasil. A grande maioria dos pacientes permaneceu com sintomas depressivos ao longo dos nove meses, apresentando prejuízos na qualidade de vida.

  4. Transtorno obsessivo compulsivo em crianças e adolescentes: revisão de literatura e abordagem odontológica

    OpenAIRE

    Marinho, Erika von Söhsten; Junior, Esio de Carvalho Coelho; Alves, Klécio de Andrade; Ximenes, Rosana Christine Cavalcanti; Barreira, Alice Kelly; Couto, Geraldo Bosco Lindoso

    2016-01-01

    O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) é um transtorno psiquiátrico crônico que atinge de 1 a 2% da população de crianças e adolescentes, necessitando de uma abordagem adequada durante o atendimentoodontológico devido ao aumento da ansiedade, às medicações utilizadas no tratamento do transtorno e, possivelmente, devido a comportamentos compulsivos. O objetivo deste trabalho foi fazer um levantamentobibliográfico a respeito das principais características do TOC na infância e adolescência e tr...

  5. Abuso de cannabis em pacientes com transtornos psiquiátricos: atualização para uma antiga evidência Cannabis abuse in patients with psychiatric disorders: an update to old evidence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Diehl

    2010-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Realizar uma atualização sobre o abuso de cannabis em pacientes com transtornos psiquiátricos. MÉTODO: Busca de artigos nas bases de dados eletrônicas Medline, The Cochrane Library Database, Lilacs, PubMed e SciELO, utilizando os descritores "marijuana abuse", "cannabis abuse", "psychiatric disorders" AND "mental disorders"; incluindo artigos que avaliaram ambas as exposições para abuso e dependência de cannabis e qualquer outro transtorno psiquiátrico. Foi considerado o período até dezembro de 2009. RESULTADOS: Observou-se que o abuso frequente de cannabis pode aumentar o risco para o desenvolvimento de esquizofrenia e de sintomas psicóticos crônicos, embora estes achados ainda careçam de comprovação. A cannabis parece ser uma das drogas de escolha de portadores de transtorno afetivo bipolar, sendo que é descrito que estados maníacos podem ser induzidos pelo seu consumo. O abuso de maconha também frequentemente co-ocorre em indivíduos com transtornos ansiosos, sendo que a relação de cronicidade destas condições e o consumo de maconha ainda é incerta. Para depressão ainda não existem evidências claras que apontem que o consumo de cannabis ocorre como forma de automedicação. Em indivíduos com transtornos psiquiátricos, há relatos de que o uso da cannabis pode exacerbar sintomas positivos, somar efeitos negativos no curso do transtorno, contribuir para pior adesão ao tratamento e levar a maior número de hospitalizações. CONCLUSÃO: O abuso de cannabis em pacientes com transtornos psiquiátricos como esquizofrenia, transtornos do humor e ansiosos tem impacto negativo tanto na fase aguda quanto em fases mais avançadas destas condições, embora futuros estudos avaliando estas associações ainda sejam necessários.OBJECTIVE: To perform an update on cannabis abuse by patients with psychiatric disorders. METHOD: A search was performed in the electronic databases Medline, The Cochrane Library Database

  6. The relationship between the severity of asthma and comorbidites with anxiety and depressive disorders Relação entre a gravidade da asma e comorbidade com transtornos de ansiedade e depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre M Valença

    2006-09-01

    utilização do Mini-International Neuropsychiatric Interview 4.4 Version. RESULTADOS: Vinte e sete (43,5% pacientes preencheram os critérios para ao menos um diagnóstico psiquiátrico. Os diagnósticos mais freqüentes foram depressão maior (24,0%, transtorno de ansiedade generalizada (20,9% e transtornos do espectro pânico/agorafobia (17,7%. Não encontramos diferenças significativas na prevalência de transtornos de ansiedade e depressão entre os grupos com asma leve/moderada e com asma grave. Apesar da alta freqüência de depressão e transtornos de ansiedade, apenas 4 (6,5% pacientes estavam em tratamento psiquiátrico e 13 (20,9% estavam usando benzodiazepínicos. Doze dos 15 (80,0% pacientes em uso de medicação psicotrópica não estavam em tratamento psiquiátrico no momento do estudo. CONCLUSÃO: Nossos resultados demonstram a elevada comorbidade de transtornos de ansiedade e depressão em pacientes asmáticos, independente da gravidade da asma.

  7. Estresse, depressão e hipocampo

    OpenAIRE

    Joca,Sâmia Regiane L; Padovan,Cláudia Maria; Guimarães,Francisco Silveira

    2003-01-01

    A exposição a fatores estressantes tem papel importante no desenvolvimento de transtornos depressivos. Os mecanismos envolvidos nesta relação, no entanto, ainda são pouco conhecidos, mas algumas evidências sugerem a participação da formação hipocampal: 1. o estresse pode causar alterações plásticas no hipocampo, que incluem remodelação dendrítica e inibição de neurogênese. Drogas antidepressivas impendem estes efeitos, possivelmente por aumentarem a expressão de fatores neurotróficos; 2. a fa...

  8. A remissão em esquizofrenia é possível?

    OpenAIRE

    Elkis,Hélio

    2007-01-01

    CONTEXTO: O conceito de remissão já está bem definido em algumas patologias psiquiátricas, como é o caso do transtorno depressivo, porém só recentemente foi proposto um critério para esquizofrenia. OBJETIVO: Revisar o novo conceito de remissão em esquizofrenia. MÉTODO: Revisão da literatura usando o PubMed. RESULTADOS: Os conceitos de resposta, remissão, estabilidade e recuperação são amplamente discutidos neste artigo, bem como os itens das escalas utilizados para definição. CONCLUSÃO: O con...

  9. Sleep disturbances in 50 children with attention-deficit hyperactivity disorder Distúrbios do sono em 50 crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Nolasco Hora das Neves

    2007-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: This study assesses the relationship between sleep disturbances (SD and attention-deficit and hyperactivity disorder (ADHD to characterize clinical features and associated problems. METHOD: The medical records of 50 children and adolescents ranging in age from 4 to 17 years with ADHD without the diagnosis of mental retardation or pervasive developmental disorders were reviewed. RESULTS: Significant relationships were found between SD and drug therapy (pOBJETIVO: Avaliar a associação entre transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH e distúrbios do sono para caracterizar fatores clínicos e problemas associados. MÉTODO: Foram revistos prontuários de 50 crianças e adolescentes com idade entre 4 e 17 anos e consecutivo diagnóstico de TDAH sem diagnóstico de retardo mental ou transtornos invasivos do desenvolvimento. RESULTADOS: Foram encontradas associações significativas entre alterações do sono e farmacoterapia (p<0,01, comorbidade (p<0,01 e maior aderência ao tratamento prescrito para sintomas de TDAH (p<0,05. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo sugerem que alterações do sono são relevantes em crianças com TDAH e podem estar associadas a aumento dos sintomas.

  10. Common mental disorders in adolescents: a population based cross-sectional study Transtornos mentais comuns em adolescentes: estudo transversal de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karen Amaral Tavares Pinheiro

    2007-09-01

    20 (SRQ-20. Foi realizada análise multivariada por meio de regressão Poisson com ajuste robusto da variância e correção para efeitos de desenho. RESULTADOS: Novecentos e sessenta adolescentes foram entrevistados. A prevalência de transtornos mentais comuns foi de 28,8%. Os adolescentes com 17 anos mostraram prevalência de 1,37 (IC 95% 1,06-1,78 vezes mais alta do que os que tinham 15 anos. Os adolescentes cujas mães tinham entre cinco e oito anos de escolaridade tinham uma prevalência 1,42 (IC 95% 1,01-1,51 vezes mais alta do que aqueles cujas mães tinham mais de oito anos de escolaridade. Tabagismo e comportamento sedentário também foram associados à maior prevalência de transtornos mentais comuns. Aqueles que estavam insatisfeitos com sua imagem corporal tiveram uma prevalência de 1,47 (IC 95% 1,07-2,02. CONCLUSÕES: Escolaridade materna, tabagismo, comportamento sedentário e insatisfação com a imagem corporal foram fatores associados à presença de transtornos mentais comuns.

  11. Avaliação da Presença de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade em Pacientes Submetidos à Cirurgia Bariátrica e Sua Relação Com a Evolução Ponderal no Pós-operatório

    OpenAIRE

    MARCHESI, D. G.

    2014-01-01

    Introdução: A cirurgia bariátrica apresenta resultados efetivos e consagrados no combate à pandemia da obesidade. Entretanto ainda existem poucos estudos que avaliam os fatores de prognóstico no sucesso do tratamento cirúrgico da obesidade. Recentemente, estudos descreveram que o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) está diretamente relacionado com a obesidade e a maior dificuldade de perda de peso com tratamento clínico. Este estudo pretende iniciar a análise de possíveis...

  12. Comorbidades psiquiátricas associadas com transtornos de ansiedade em uma amostra de crianças e adolescentes

    OpenAIRE

    Estácio Amaro Silva Júnior

    2010-01-01

    Introdução: Os transtornos de ansiedade na infância e adolescência são prevalentes e geralmente se mantêm até a vida adulta. Podem também ser considerados como fator de risco para o desenvolvimento de outros transtornos psiquiátricos. Portanto, a avaliação, o diagnóstico e o tratamento da ansiedade nesta faixa etária, assim como a detecção de comorbidades associadas, têm uma importância significativa para o alívio do sofrimento e para a prevenção de transtornos mentais em futuras etapas do ci...

  13. Transtorno de ansiedade na infância como preditor de psicopatologia em adultos

    OpenAIRE

    Gonçalves, Débora Hexsel; Heldt, Elizeth Paz da Silva

    2009-01-01

    O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão sistemática sobre os transtornos de ansiedade na infância como fatores de risco para psicopatologias na idade adulta. Para isso, foram utilizadas as bases de dados SciELO, LILACS, Adolec e PubMed, com busca de estudos publicados nos últimos 10 anos. Dez artigos preencheram plenamente os critérios de inclusão para o aceite final. Todos os trabalhos sustentam a idéia de que os transtornos de ansiedade na infância são preditores e podem atuar co...

  14. Suicidal ideation and suicide attempts in bipolar disorder type I: an update for the clinician Ideação suicida e tentativas de suicídio no transtorno afetivo bipolar tipo I: uma atualização para o clínico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lena Nabuco de Abreu

    2009-09-01

    consistentemente na literatura, tais como estado de humor atual, gravidade da depressão, ansiedade, agressividade, hostilidade, presença de comorbidades com outros transtornos do eixo I e eixo II, presença de estados mistos ao longo do curso da doença e história de abuso físico ou sexual. CONCLUSÃO: O transtorno bipolar é o transtorno psiquiátrico com maior risco ao longo da vida para tentativas de suicídio e suicídio completo. Sendo assim é importante para o clínico identificar os principais fatores de risco para comportamento suicida visando a escolha das melhores estratégias para lidar com esse comportamento complexo.

  15. Mortalidade por cirrose, câncer hepático e transtornos devidos ao uso de álcool: Carga Global de Doenças no Brasil, 1990 e 2015

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Souto Melo

    Full Text Available RESUMO: Introdução: O uso de álcool é um dos principais fatores de risco preveníveis para mortalidade ou incapacidade prematuras. Objetivo: Descrever as estimativas de mortalidade e anos de vida perdidos por morte prematura (YLL por cirrose, câncer hepático e transtornos devidos ao uso de álcool no Brasil e suas unidades da federação (UFs, em 1990 e 2015. Métodos: Estudo descritivo com dados do estudo de Carga Global de Doenças (2015 e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM. Modelos estatísticos foram empregados para obter estimativas corrigidas de mortalidade pelas causas selecionadas. As taxas de mortalidade foram padronizadas por idade (TMPI. Resultados: Em 1990, foram estimados 16.226 óbitos para as 3 condições (17,0/100 mil habitantes, enquanto em 2015 foram 28.337 (15,7/100 mil habitantes. Houve redução da mortalidade (por 100 mil habitantes por cirrose (de 11,4 para 9,5 e estabilidade por câncer hepático (1,5 e 1,9 e transtornos devidos ao uso de álcool (4,1 e 4,3. As TMPI foram 5,1 vezes maiores entre os homens, e as 5 UFs com maiores TMPI e YLL foram da Região Nordeste: Sergipe, Ceará, Pernambuco, Paraíba e Alagoas. As taxas de mortalidade e de YLL pelas três condições estudadas ascenderam no ranking das causas de óbito, em ambos os sexos, exceto a cirrose no feminino. Conclusão: As três condições estudadas são responsáveis por importante carga de mortalidade prematura no Brasil, principalmente entre homens e residentes na região nordeste. Esses resultados reforçam a necessidade de políticas públicas para o enfrentamento ao consumo nocivo do álcool no Brasil.

  16. Psychiatric disorders among individuals who drive after the recent use of alcohol and drugs Transtornos psiquiátricos entre indivíduos que dirigem sob uso recente de álcool e drogas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sibele Faller

    2012-10-01

    Full Text Available INTRODUCTION: This cross-sectional study assessed the prevalence of psychiatric disorders among drivers , as well as the association between recent alcohol and drug use and psychiatric diagnoses using telephone interviews. METHODS: Drivers (n = 1,134 included in a roadside survey from 25 Brazilian state capitals were given a breathalyzer test, and their saliva was tested for psychoactive drugs. A telephone interview was conducted to perform psychiatric disorder evaluations using the MINI. This association was analyzed with a Poisson regression model. RESULTS: The prevalence of any psychiatric disorder was 40.5% among drivers with recent alcohol or drug use, compared with 12.9% among the other drivers. Alcohol/drug-positive drivers reported a higher prevalence of depression (19.4%, mania (6.5%, hypomania (5.4%, post-traumatic stress disorder (8.6%, antisocial personality (7.8%, and substance/alcohol abuse or dependence (48.1% compared with other drivers (3.5, 2.5, 2.1, 0.5, 1.3 and 18.3% [p INTRODUÇÃO: Este estudo transversal avaliou a prevalência de transtornos psiquiátricos e a associação entre dirigir alcoolizado e transtornos psiquiátricos entre motoristas por meio de entrevistas telefônicas. MÉTODO: Motoristas (n = 1.134 selecionados a partir de um estudo realizado nas rodovias de 25 capitais brasileiras foram etilometrizados e tiveram sua saliva testada para substâncias psicoativas. Uma entrevista por telefone foi realizada para obter dados sobre transtornos psiquiátricos através do MINI. A associação entre transtornos psiquiátricos e dirigir com uso recente de substâncias foi analisada com um modelo de regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de transtornos psiquiátricos foi de 40,5% entre os motoristas que beberam/usaram drogas, em comparação com 12,9% nos demais motoristas. Motoristas que dirigiram com uso recente de substâncias relataram uma maior prevalência de depressão (19,4%, mania (6,5%, hipomania (5

  17. Relação entre bem-estar espiritual e transtornos psiquiátricos menores: estudo transversal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Maria Alexandre Volcan

    2003-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Examinar a influência do bem-estar espiritual na saúde mental de estudantes universitários. MÉTODOS: Estudo transversal com 464 universitários das áreas de medicina e de direito, de Pelotas, RS. A coleta de dados foi realizada em grupos na sala de aula. Os alunos ausentes foram localizados para responderem individualmente; entretanto, 43 não foram encontrados (9,3% de perda. Utilizou-se um questionário auto-aplicável contendo: escala de bem-estar espiritual (SWBS, SRQ-20 (Self-Reporting Questionnaire e informações sociodemográficas sobre práticas religiosas/espirituais e sobre a ocorrência de eventos de vida produtores de estresse. Para análise estatística, foram utilizados os testes de qui-quadrado e regressão logística. RESULTADOS: A maioria dos alunos (80% afirma possuir uma crença espiritual ou religião. O escore médio de bem-estar espiritual foi de 90,4, sendo de 45,6 e 45,1 para as sub-escalas existencial e religiosa, respectivamente. A SWBS apresentou associação com a freqüência a serviços religiosos e práticas espirituais, e não demonstrou ser influenciada por variáveis sociodemográficas e culturais. Indivíduos com bem-estar espiritual baixo e moderado apresentaram o dobro de chances de possuir transtornos psiquiátricos menores (TPM (OR=0,42; IC95% 0,22-0,85. Sujeitos com bem-estar existencial baixo e moderado apresentaram quase cinco vezes mais TPM (OR=0,19; IC95% 0,08-0,45. CONCLUSÕES: O presente estudo mostrou que o bem-estar espiritual atua como fator protetor para transtornos psiquiátricos menores, sendo a sub-escala de bem-estar existencial a maior responsável pelos resultados obtidos.

  18. Relação entre bem-estar espiritual e transtornos psiquiátricos menores: estudo transversal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Volcan Sandra Maria Alexandre

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Examinar a influência do bem-estar espiritual na saúde mental de estudantes universitários. MÉTODOS: Estudo transversal com 464 universitários das áreas de medicina e de direito, de Pelotas, RS. A coleta de dados foi realizada em grupos na sala de aula. Os alunos ausentes foram localizados para responderem individualmente; entretanto, 43 não foram encontrados (9,3% de perda. Utilizou-se um questionário auto-aplicável contendo: escala de bem-estar espiritual (SWBS, SRQ-20 (Self-Reporting Questionnaire e informações sociodemográficas sobre práticas religiosas/espirituais e sobre a ocorrência de eventos de vida produtores de estresse. Para análise estatística, foram utilizados os testes de qui-quadrado e regressão logística. RESULTADOS: A maioria dos alunos (80% afirma possuir uma crença espiritual ou religião. O escore médio de bem-estar espiritual foi de 90,4, sendo de 45,6 e 45,1 para as sub-escalas existencial e religiosa, respectivamente. A SWBS apresentou associação com a freqüência a serviços religiosos e práticas espirituais, e não demonstrou ser influenciada por variáveis sociodemográficas e culturais. Indivíduos com bem-estar espiritual baixo e moderado apresentaram o dobro de chances de possuir transtornos psiquiátricos menores (TPM (OR=0,42; IC95% 0,22-0,85. Sujeitos com bem-estar existencial baixo e moderado apresentaram quase cinco vezes mais TPM (OR=0,19; IC95% 0,08-0,45. CONCLUSÕES: O presente estudo mostrou que o bem-estar espiritual atua como fator protetor para transtornos psiquiátricos menores, sendo a sub-escala de bem-estar existencial a maior responsável pelos resultados obtidos.

  19. Transtornos alimentares: patologia ou estilo de vida?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane de Jesus Bittencourt

    2013-01-01

    Full Text Available A internet se apresenta como um novo espaço de reconfiguração das relações sociais, por isso jovens com transtornos alimentares vêm utilizando-a como forma de expressão, através das comunidades pró-anorexia e bulimia. Este artigo visa compreender a diferença entre o discurso hegemônico e a crença destas jovens, a partir das teorias antropológicas sobre a influência da cultura na saúde e na doença, da teoria da bioascese e das teorias feministas. Usando a interpretação de sentidos, percebe-se que os transtornos alimentares são considerados estilos de vida, nos quais se busca fugir ao sofrimento através do controle dos corpos e dos desejos. Há uma trama entre controle, poder e dominação, no qual as jovens pleiteiam autonomia e independência, a sociedade define e normatiza seus corpos, e dessa forma, impõem uma dominação, e os profissionais, baseados nos discursos da saúde, intentam ensiná-las como controlá-los, exercendo, de certa forma, um poder sobre o outro.

  20. Transtornos depressivos na doença de Alzheimer: diagnóstico e tratamento Depressive disorders in Alzheimer's disease: diagnosis and treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Orestes V Forlenza

    2000-06-01

    Full Text Available Transtornos do humor afetam uma porcentagem considerável de indivíduos com doença de Alzheimer, em algum ponto da evolução da síndrome demencial. Pode ser uma condição difícil de se detectar, dependendo da gravidade do acometimento cognitivo. Na presença de manifestações depressivas leves ou atípicas, a observação da evolução, associada ou não ao emprego de técnicas não-farmacológicas, é a abordagem inicial mais recomendável; na vigência de depressão moderada a grave, o emprego de psicofármacos pode fazer-se necessário. Embora haja evidências dos benefícios advindos do tratamento da depressão em pacientes com demência, avaliações formais da sua eficácia nesses pacientes são limitadas. A escolha do antidepressivo depende muito mais do seu perfil de tolerabilidade, das condições clínicas associadas e das características individuais do paciente. Os inibidores seletivos da recaptação de serotonina são usualmente as drogas de primeira opção, pelo perfil mais adequado de segurança, tolerabilidade e facilidade posológica. Em situações especiais, devem ser considerados os potenciais terapêuticos das novas drogas ou mesmo dos medicamentos tradicionais. O artigo revê a literatura dos últimos dez anos, enfocando particularidades do diagnóstico da depressão em pacientes com doença de Alzheimer, bem como diretrizes para uma prescrição segura.Depressive symptoms frequently arise in the course of dementia, imposing additional limitations to both cognitive performance and quality of life. Diagnosing depression in these cases can be difficult, especially in patients with moderate and severe Alzheimer's disease. In general, non-pharmacological approaches are the first-line treatment for mild depressive symptoms, but medication is clearly indicated for moderate and severe cases. However, age-and disease-related changes make the pharmacological management of such patients particularly complex and hazardous. In

  1. The GABA A-Receptor γ2 (GABRG2 Gene in obsessive-compulsive disorder O gene do receptor GABA A- γ2 (GABRG2 no transtorno obsessivo-compulsivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margaret A. Richter

    2009-12-01

    ; consentimento informado foi obtido. Um polimorfismo no sítio de restrição da enzima NciI, localizado no íntron 2, foi genotipado e os dados foram analisados utilizando-se o Teste de Desequilíbrio de Transmissão. RESULTADOS: No total, 61 das famílias participantes foram informativas (ou seja, com pelo menos um progenitor heterozigoto. Não foi observado desequilíbrio de transmissão de qualquer um dos dois alelos (χ2 = 0,016, 1 g.l., p = 0,898 aos probandos afetados. CONCLUSÃO/DISCUSSÃO: Apesar de estes resultados não fornecerem suporte para um papel importante para o gene GABA A-γ2 no transtorno obsessivo-compulsivo, novas investigações desse gene em amostras maiores são justificadas.

  2. O papel do polimorfismo funcional VNTR da região promotora do gene MAOA nos transtornos psiquiátricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sílvia A. Nishioka

    2011-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Muitos estudos têm investigado a associação do polimorfismo VNTR (número variável de repetições em série localizado na região promotora do gene da enzima monoamina oxidase A (MAOA com alterações no comportamento humano e em diversos transtornos psiquiátricos. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho foi revisar a literatura sobre a participação desse polimorfismo funcional na modulação do comportamento humano para o desenvolvimento dos transtornos psiquiátricos. MÉTODO: A pesquisa foi realizada na literatura em inglês, de janeiro de 1998 a junho de 2009, disponível no Medline, Embase, Web of Science e na base de dados PsycInfo, utilizando os seguintes termos: "MAOA e comportamento humano" e "MAOA e psiquiatria". RESULTADOS: Foram encontrados 3.873 estudos. Desses, 109 foram selecionados e incluídos na revisão. Encontrou-se associação de alelos de baixa atividade do VNTR com transtorno de personalidade antissocial, transtorno de conduta, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, jogo patológico e dependência de substâncias. Alelos da alta atividade da MAOA foram associados a depressão, ansiedade, neuroticismo e anorexia nervosa. Não se encontrou associação entre polimorfismos da MAOA e esquizofrenia e transtorno bipolar. CONCLUSÃO: Os principais achados dão suporte ao papel do polimorfismo VNTR da região promotora do gene da MAOA em alguns transtornos psiquiátricos, apesar das divergências encontradas devidas às dificuldades metodológicas de estudos em genética. De modo geral, os estudos associam os alelos de baixa atividade da MAOA com comportamentos impulsivos e agressivos ("comportamentos hiperativos", enquanto os alelos de alta atividade do gene são mais associados a "comportamentos hipoativos".

  3. Religiosidade e espiritualidade no transtorno bipolar do humor Religiosity and spirituality in bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Stroppa

    2009-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Nos últimos vinte anos, estudos sistematizados têm identificado uma relação positiva entre espiritualidade/religiosidade (R/E e saúde, notadamente saúde mental. Entretanto, são escassas as informações sobre R/E e transtorno bipolar do humor (TBH. Este artigo objetiva revisar as evidências disponíveis sobre estas relações. MÉTODOS: Foram cruzadas as palavras "bipolar", "mania" e "manic" com as palavras "religio*" e "spiritu*" nas bases de dados PubMed e PsychINFO em novembro de 2008. Foram encontrados 122 artigos publicados entre os anos de 1957 e 2008. RESULTADO: Os estudos apontam que pacientes bipolares tendem a apresentar maior envolvimento religioso/espiritual, maior frequência de relatos de conversão e experiências de salvação e uso mais frequente de coping religioso e espiritual (CRE que pessoas com outros transtornos mentais. Indicam ainda, uma relação frequente e significativa entre sintomas maníacos e experiências místicas. Os estudos mais relevantes encontrados na literatura foram agrupados nesta revisão em cinco tópicos: delírios místicos, religiosidade e espiritualidade, coping religioso-espiritual, recursos comunitários e comunidades tradicionais. CONCLUSÃO: O TBH e a R/E possuem intensa e complexa inter-relação. Estudos sobre práticas religiosas saudáveis, espiritualidade e recursos de coping merecem ser ampliados, bem como sua relação com o cumprimento do tratamento e as recorrências da doença, as intervenções psicoterápicas e a psicoeducação de base espiritual.BACKGROUND: Over the past twenty years, systematic studies have identified a positive relationship between spirituality/religiosity (S/R and health, especially mental health. Although there is only scant information about S/R and BipolarDisorder. METHODS: The words "bipolar", "mania" and "manic" were crossed with the words "religio*" and "spiritu*" in the databases PubMed and PsychINFO in November 2008. It was found 122

  4. Bipolar disorder and age-related functional impairment Prejuízo funcional associado à idade e transtorno bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Aita Cacilhas

    2009-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Although bipolar disorder is a major contributor to functional impairment worldwide, an independent impact of bipolar disorder and ageing on functioning has yet to be demonstrated. The objective of the present study was to evaluate the effect of bipolar disorder on age-related functional status using matched controls as a standard. METHOD: One-hundred patients with bipolar disorder and matched controls were evaluated for disability. Age-related effects controlled for confounders were cross-sectionally evaluated. RESULTS: Patients were significantly more impaired than controls. Regression showed effects for aging in both groups. The effect, size, however, was significantly stronger in patients. CONCLUSION: Bipolar disorder was an important effect modifier of the age impact on functioning. While a longitudinal design is needed to effectively demonstrate this different impact, this study further depicts bipolar disorder as a chronic and progressively impairing illness.OBJETIVO: O transtorno bipolar é responsável por importante parcela do prejuízo funcional ao redor do mundo. Um efeito independente do transtorno bipolar e da idade no funcionamento ainda não foi demonstrado. O presente estudo tem o objetivo de avaliar o efeito do transtorno bipolar no prejuízo funcional relacionado à idade, com controles pareados como padrão. MÉTODO: Cem pacientes com transtorno bipolar e controles pareados foram avaliados para incapacidade. Efeitos relacionados à idade, com controle para confundidores, foram investigados. RESULTADOS: Pacientes tiveram significativamente mais prejuízo que controles. A regressão mostrou efeito para a idade em ambos os grupos, e o efeito foi significativamente mais forte nos pacientes. CONCLUSÃO: O transtorno bipolar foi um importante modificador de efeito no impacto da idade no funcionamento. Enquanto um desenho de estudo longitudinal é necessário para efetivamente demonstrar este impacto diferencial, este

  5. CARACTERÍSTICAS PERINATAIS DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Foresti Fezer

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar características perinatais de crianças com transtorno do espectro autista (TEA. Métodos: Revisão retrospectiva dos prontuários medicos de 75 crianças com TEA, entre janeiro de 2008 e janeiro de 2015. Os critérios de inclusão foram o diagnóstico de TEA baseado no DSM-5 e o termo de consentimento assinado pelo responsável legal. O critério de exclusão foi ausência de todos os dados no prontuário médico. As variáveis analisadas foram: idade materna, prematuridade (idade gestacional menor que 37 semanas, baixo peso ao nascer (<2.500 g e asfixia perinatal (Apgar menor que 7 no quinto minuto. Os dados foram avaliados por meio do teste de diferença entre as proporções (nível de significância de p<0,05. Resultados: Setenta e cinco pacientes foram incluídos no estudo. A idade materna variou de 21,4 a 38,6 anos (29,8±4,1 anos. O parto prematuro ocorreu em 14 (18,7% pacientes, asfixia perinatal em 6 (8,0% e baixo peso ao nascer em 32 (42,6%. As prevalências de prematuridade, asfixia perinatal e baixo peso ao nascer entre as crianças com TEA neste estudo foram maiores do que as prevalências gerais dessas condições entre todos os nascidos vivos em nosso país, região e estado, as quais são, respectivamente, 11,5, 2,3 e 8,5% no Brasil, 11,0; 2,2 e 8,5% na região Sul e 10,5, 2,0 e 8,4% no estado do Paraná. Conclusões: Nossos achados mostraram maior prevalência de prematuridade, baixo peso ao nascer e asfixia perinatal em crianças com TEA. Algumas limitações são o desenho retrospectivo do estudo e a amostra de pequeno tamanho. Grandes estudos prospectivos são necessários para esclarecer a possível associação entre intercorrências perinatais e TEA.

  6. BUSCA PELA "MUSCULARIDADE" E VARIÁVEIS ASSOCIADAS EM ADULTOS JOVENS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Henrique Berbert de Carvalho

    2016-04-01

    Full Text Available Introdução: A busca pela "muscularidade" parece estar associada a diversas variáveis que impactam a saúde e a qualidade de vida dos sujeitos. No entanto, há uma carência de estudos sobre o construto, um baixo número de instrumentos de medida específicos para sua avaliação, além de reduzida avaliação de indivíduos do sexo masculino. Objetivo: Avaliar a busca pela "muscularidade" e associá-la a sintomas depressivos, autoestima, comportamentos de risco de transtornos alimentares e ao grau de comprometimento psicológico com o exercício físico. Métodos: Realizou-se um estudo transversal com 246 jovens adultos do sexo masculino. Foram utilizados instrumentos de autorrelato para avaliar a busca pela "muscularidade" (Drive for Muscularity Scale, autoestima (Rosenberg Self-Esteem Scale, sintomas depressivos (Beck Depression Inventory, comportamentos de risco de transtornos alimentares (Eating Attitudes Test-26 e o grau de comprometimento psicológico com o exercício físico (Commitment Exercise Scale. Foi utilizado o teste de associação de Pearson para verificar relação entre as variáveis do estudo e Análise de Regressão Linear Múltipla (forward para verificação do quanto as variáveis do estudo influenciam na busca pela "muscularidade". Resultados: A busca pela "muscularidade" esteve associada à autoestima (rpearson = 0,13; p < 0,05, aos comportamentos de risco de transtornos alimentares (rpearson = 0,20; p < 0,05 e ao grau de comprometimento psicológico ao exercício (rpearson = 0,62; p < 0,05. O grau de comprometimento psicológico com o exercício explicou 38,4% da variância total da busca pela "muscularidade", 12,3% da insatisfação com a "muscularidade" e 51,0% dos comportamentos orientados para a "muscularidade". Conclusão: A busca pela "muscularidade" está associada à baixa autoestima, aos comportamentos de risco de transtornos alimentares e, em especial, ao grau de comprometimento psicológico com o exerc

  7. Comorbidade entre bulimia e transtorno de personalidade borderline: implicações para o tratamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno de Paula Rosa

    2011-06-01

    Full Text Available O estudo investiga o manejo clínico de pacientes com comorbidade entre transtorno alimentar e transtorno de personalidade borderline. Utilizou-se como estratégia metodológica o estudo de caso e o enfoque psicanalítico para análise dos dados. Após revisão teórica do tema, acompanha-se a evolução do tratamento por meio de vinhetas clínicas. Finalmente, postula-se o lugar do terapeuta como alguém que oferece um ambiente de confiança e acolhimento do sofrimento do paciente.

  8. Tratamento do transtorno de ansiedade social em crianças e adolescentes Treatment of social anxiety disorder in children and adolescents

    OpenAIRE

    Luciano Isolan; Gabriel Pheula; Gisele Gus Manfro

    2007-01-01

    CONTEXTO: Transtorno de ansiedade social é um transtorno incapacitante e altamente prevalente em crianças e adolescentes ao longo da vida, de acordo com os critérios do DSM-IV, variando de 0,7% a 3,5%. Se não tratado, pode interferir no funcionamento emocional, social e escolar. OBJETIVOS: Avaliar a evidência atual para a eficácia e efetividade de intervenções farmacológicas e psicoterápicas no tratamento do transtorno de ansiedade social na infância e na adolescência. MÉTODOS: Pesquisas fora...

  9. Transtornos do humor em crianças e adolescentes: atualização para pediatras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Carlos de Farias

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Revisar aspectos epidemiológicos e etiológicos do diagnóstico e tratamento dos transtornos do humor em crianças e adolescentes, com foco em conteúdos essenciais para médicos pediatras. FONTES DOS DADOS: Revisão da literatura no banco de dados da MEDLINE. Utilização das recomendações da quarta edição do texto revisado do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais da Associação Americana de Psiquiatria. Análise crítica dos atuais critérios diagnósticos e teorias científicas sobre etiologia dos transtornos do humor. SÍNTESE DOS DADOS: Foram identificadas opiniões discordantes e congruentes sobre a efetividade de se utilizar os mesmos critérios atualmente listados no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais para diagnóstico de transtornos do humor em adultos, adolescentes e crianças. Embora esse tópico tenha sido muito debatido na literatura dos últimos 10 anos, a percepção é de que uma porcentagem significativa de casos continuam sendo subdiagnosticados devido à utilização dos mesmos critérios independente da faixa etária. Os diversos estudos epidemiológicos realizados na população infantil fundamentam-se nesses critérios para cálculos de prevalência, o que tornam duvidosos os números atualmente publicados. Embora a neurociência tenha alcançado grandes avanços no conhecimento dessas patologias, ainda é necessário um melhor entendimento sobre como os fatores genéticos e ambientais interagem e influenciam a origem, gravidade e resposta ao tratamento. CONCLUSÕES: Os transtornos do humor são patologias de alta prevalência na infância e adolescência, com grande impacto na vida dos portadores no longo prazo. Constatamos a necessidade de aprimorar os critérios diagnósticos, adequando-os à população infantil, com objetivo de facilitar ao clínico, particularmente ao pediatra, diagnóstico e intervenção precoce. Avanços na área de epigenética podem

  10. Genética em transtornos alimentares: ampliando os horizontes de pesquisa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pinheiro Andréa Poyastro

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar a literatura atual concernente à pesquisa genética em transtornos do comportamento alimentar e discutir questões relevantes ao desenvolvimento de um projeto de pesquisa genética nessa área no Brasil. MÉTODO: A revisão realizada utilizou a base de dados Medline, no período de 1984 a maio de 2005, com os seguintes termos de busca: "anorexia nervosa", "bulimia nervosa", "eating disorders", "binge eating disorder", "family studies", "twin studies", "molecular genetics studies". RESULTADOS: Os dados atuais apontam para uma contribuição relevante dos fatores genéticos na suscetibilidade à anorexia e à bulimia nervosa. A pesquisa genética com populações miscigenadas deve levar em consideração o tamanho da amostra, a densidade de genotipagem e a estratificação populacional. Através de "admixture mapping" é possível estimar a estrutura genética destas populações e localizar genes relacionados à variação étnica de doenças ou traços de interesse. CONCLUSÕES: O desenvolvimento de uma grande iniciativa de colaboração em genética de transtornos alimentares no Brasil e na América Latina viabilizará estudar os fatores genéticos em transtornos do comportamento alimentar no contexto de grupos inter-étnicos, e integrar uma nova perspectiva biológica à etiologia destes distúrbios.

  11. Transtornos alimentares e gestação: uma revisão Eating disorders and pregnancy: a review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Louise Lenz Dunker

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar o impacto dos transtornos alimentares nas funções reprodutivas, problemas na gestação e puerpério, e dificuldades com a alimentação dos filhos. MÉTODOS: Realizou-se revisão da literatura nos últimos 28 anos nos bancos de dados MedLine e Lilacs. Combinaram-se os descritores anorexia nervosa, bulimia nervosa, transtornos alimentares e gestação. RESULTADOS: Os estudos de revisão, estudos de caso e pesquisas realizadas com gestantes apontam uma associação entre TA e uma variedade de complicações na gestação, no parto, para o feto, com aumentado risco de morbidade perinatal, além de complicações na alimentação futura da criança. CONCLUSÕES: Observa-se uma maior necessidade de acompanhamento especializado, principalmente no pré-natal, em relação aos hábitos alimentares e preocupação com peso e forma corporais - especialmente nas mulheres que apresentam ganho ponderal inadequado, hiperêmese gravídica, picacismo, entre outros.OBJECTIVE: The objective of this study was to show the impact of eating disorders on reproductive functions, pregnancy and puerperium problems, and difficulties in feeding her babies. METHODS: Review of literature of last 28 years in MedLine and Lilacs database. The keywords used were anorexia nervosa, bulimia nervosa, eating disorders and pregnancy. RESULTS: Review and case studies, and research made with eating disorders pregnant patients demonstrate that there are an association between eating disorders and many pregnancy complications on birth, to the child with an increase risk of morbidity after the birth and some implications on food behavior of the child. CONCLUSIONS: It was noticed a need for specialized treatment, especially before the pregnancy, regarding eating habits and worries about weight and body shape, especially for women that present inadequate weight gain, hyperemesis gravidarum, pica and other eating problems.

  12. Presence of depressive symptoms in patients with a first episode of acute Coronary Syndrome Presencia de síntomas depresivos en pacientes con primer episodio de Síndrome coronario agudo Presença de sintomas depressivos em pacientes com primeiro episódio de Síndrome coronariana aguda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Aparecida Marosti Dessotte

    2013-02-01

    , pues sabemos que la depresión dificulta el control de la coronariopatia.OBJETIVO: comparar possíveis diferenças quanto à presença de sintomas depressivos, segundo o diagnóstico clínico da síndrome coronariana aguda, sexo e faixa etária, uma semana antes do primeiro evento cardíaco. MÉTODO: estudo transversal, descritivo e exploratório, que utilizou o Inventário de Depressão de Beck. A amostra foi composta por 253 pacientes. RESULTADOS: os pacientes com diagnóstico clínico de angina instável, do sexo feminino e com idade inferior a sessenta anos relataram, com maior frequência, a presença de sintomas depressivos. CONCLUSÕES: elevada porcentagem de pacientes apresentava sintomas depressivos no momento da internação pelo primeiro episódio da síndrome coronariana aguda, e essa prevalência foi significativamente maior entre as mulheres, com menos de 60 anos e com angina instável. Esses resultados deverão embasar o atendimento na internação, alta e planejamento da reabilitação desses pacientes, pois se sabe que a depressão dificulta o controle da coronariopatia.

  13. Transtorno de oposição e desafio e transtorno de conduta: os desfechos no TDAH em adultos Oppositional defiant disorder and conduct disorder: their outcomes into adulthood

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eugenio Horacio Grevet

    2007-01-01

    Full Text Available Os autores examinam a influência dos transtornos de oposição e desafio (TOD, de conduta (TC e de personalidade anti-social (TPAS ao longo da vida do indivíduo com TDAH. Os principais achados mostram que o TDAH é modulado por essas comorbidades e que seu prognóstico é modificado dependendo da presença ou não desses transtornos. O transtorno de oposição e desafio intensificaria as características de impulsividade e isolacionismo do TDAH, porém não acarretaria em um aumento na incidência de TPAS na vida adulta. Já o TC associado ao TDAH implica um aumento significativo na impulsividade e agressividade, estando associado significativamente a TPAS e um pior prognóstico. A diferenciação entre os diferentes transtornos e seu correto diagnóstico é essencial para o tratamento adequado do TDAH. Futuros estudos precisam determinar se o tratamento do TDAH produziria uma mudança significativa no prognóstico desse grupo de pacientes.The authors examine the influence of oppositional defiant disorder (ODD, conduct disorder (CD and anti-social personality disorder (ASPD on attention deficit/hyperactivity disorder (ADHD across life span. The findings showed that ADHD is modulated by this comorbidities and ADHD prognosis is modified depending on the presence or the absence of those disorders. ODD intensifies ADHD impulsivity and isolationism, but does not lead to an increase in the prevalence of ASPD in adulthood. Otherwise, CD associated with ADHD increases significantly the levels of impulsivity and aggressiveness, is associated with ASPD and a poor outcome. The appropriate approach to ADHD must be based on the correct diagnosis of different comorbidities to predict the outcomes. Further studies are needed to investigate if the treatment of ADHD can produce a significant improvement on the outcomes of this group of patients.

  14. Matricídio e transtorno bipolar Matricide and bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Martins Valença

    2009-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Matricídio é o assassinato de uma mãe pelo filho ou filha, uma forma de homicídio raramente vista na prática psiquiátrica. Estudos de casos de matricídio têm revelado a presença de transtornos mentais, tais como esquizofrenia, transtorno bipolar, transtornos de personalidade e alcoolismo, assim como casos em que não há evidência de transtorno mental. OBJETIVO: Tem-se como objetivo relatar o caso de uma mulher com transtorno bipolar que assassinou a sua genitora e que foi avaliada em perícia psiquiátrica para avaliação da responsabilidade penal. MÉTODOS: Foi realizada entrevista psiquiátrica, sendo o diagnóstico psiquiátrico estabelecido com base na entrevista e observação dos registros periciais e hospitalares, utilizando-se os critérios diagnósticos DSM-IV-TR. RESULTADOS: A examinanda foi considerada inimputável, em virtude da presença de doença mental que afetou inteiramente o seu entendimento e determinação em relação ao delito praticado. Ela cumpre medida de segurança em Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico há dois anos. CONCLUSÃO: É importante que psiquiatras e outros profissionais da saúde mental estejam atentos para risco de comportamento violento em pacientes que apresentam história de doença mental de longa duração, com episódios de violência durante a fase aguda, ameaças contra familiares ou amigos e falta de tratamento psiquiátrico regular.BACKGROUND: Matricide is the killing of one's own mother, and a type of homicide rarely seen on psychiatric practice. Matricide cases studies have shown the presence of mental disorders, such as schizophrenia, bipolar disorder, personality disorders and alcoholism, and have also found cases where there is no evidence of mental disorders. OBJECTIVE: We aim to report a case of a woman with bipolar disorder that murdered her own mother and had a psychiatric forensic evaluation to ascertain her penal imputability. METHODS: Psychiatric

  15. Prevalência de transtornos psiquiátricos em portadores de prótese valvar mecânica com e sem febre reumática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Ponce da Silva

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Valvulopatias cardíacas, causadas por febre reumática e outras etiologias, podem levar ao implante de prótese valvar mecânica e anticoagulação oral obrigatória. Comorbidade psiquiátrica pode reduzir a adesão à anticoagulação. Esse estudo teve como objetivo avaliar a prevalência de transtornos psiquiátricos em pacientes com prótese valvar mecânica. MÉTODOS: Foram avaliados 193 portadores de prótese valvar mecânica, sendo 135 com cardiopatia reumática, tendo sido utilizada a Mini International Neuropsychiatric Interview, versão 5.0.0, para investigação quanto à presença de transtornos psiquiátricos. RESULTADOS: Foram encontrados os seguintes transtornos psiquiátricos nos pacientes avaliados: transtornos de ansiedade generalizada (16,6%, agorafobia (11,9%, fobia social (10,4%, depressão (9,8%, distimia (4,1% atual e 1% no passado, transtorno obsessivo-compulsivo (3,6%, pânico - vida inteira (1,6%, dependência ou abuso de substâncias (2%, dependência ou abuso de álcool (1%, episódio hipomaníaco (0,5% atual e 0,5% no passado, bulimia (0,5%. O risco de suicídio detectado foi de 13,4%. Ao ser comparada a prevalência dos transtornos no grupo com e sem cardiopatia reumática, não foi encontrada diferença estatisticamente significativa. CONCLUSÃO: Foi encontrada elevada comorbidade de transtornos psiquiátricos, principalmente transtornos ansiosos e depressão, sendo também elevado o risco de suicídio nessa população.

  16. Conhecimento dos cirurgiões dentistas sobre manifestações orais em pacientes portadores de transtornos alimentares

    OpenAIRE

    Nathalia Luersen Maciel; Larissa Cunha Cé

    2017-01-01

    Os transtornos alimentares podem repercutir nos dentes e nos tecidos bucais. O tratamento destes transtornos demanda de uma abordagem interdisciplinar e o cirurgião-dentista representa um importante papel na equipe multiprofissional. O objetivo deste estudo foi verificar e analisar o conhecimento dos cirurgiões-dentistas a respeito da Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa e suas manifestações orais. A pesquisa, de natureza quantitativa transversal, foi realizada através da aplicação de questioná...

  17. Serotonina, matéria cinzenta periaquedutal e transtorno do pânico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graeff Frederico G

    2003-01-01

    Full Text Available Este artigo é uma revisão de evidências experimentais e construtos teóricos que implicam a modulação do comportamento de defesa pela serotonina (5-HT, atuando na matéria cinzenta periaquedutal do mesencéfalo (MCP no transtorno do pânico. Resultados obtidos com testes de conflito em animais de laboratório indicam que a 5-HT aumenta a ansiedade, enquanto que a estimulação aversiva da MCP aponta para um papel ansiolítico. Para resolver esta contradição, sugeriu-se que os estados emocionais determinados pelos dois paradigmas são diferentes. Testes de conflito gerariam ansiedade antecipatória, enquanto que a estimulação da MCP produziria medo de perigo iminente. Clinicamente, o primeiro estado estaria relacionado com o transtorno de ansiedade generalizada e o segundo, com o transtorno do pânico. Assim sendo, supõe-se que a 5-HT facilita a ansiedade, porém inibe o pânico. Esta hipótese tem sido testada por meio de um modelo animal de ansiedade e pânico, denominado labirinto em T-elevado, e de dois procedimentos experimentais que geram ansiedade, aplicados tanto em voluntários sadios como em pacientes de pânico. Em geral, os resultados obtidos até agora mostram que drogas que aumentam a ação da 5-HT elevam diferentes índices de ansiedade, enquanto reduzem índices de pânico. Portanto, as predições baseadas na hipótese em questão têm se cumprido. As principais implicações clínicas são as de que um déficit de 5-HT na MCP possa participar da fisiopatogenia do transtorno de pânico e que a intensificação da 5-HT na mesma região medeie a ação antipânico dos medicamentos antidepressivos.

  18. Barreiras e facilitadores percebidos por pessoas com transtorno bipolar para a prática de exercício físico

    OpenAIRE

    Caroline Silveira Pereira

    2016-01-01

    O transtorno bipolar é um transtorno grave, geralmente associado a elevadas taxas de inatividade física e comorbidades clínicas relacionadas a essa condição. Os benefícios da prática regular de exercício físico para pessoas com transtorno bipolar são bem documentados. Tal prática é capaz de prevenir e auxiliar no tratamento dessas comorbidades, além afetar desfechos críticos para tais pacientes, como a adesão ao tratamento, funcionamento e qualidade de vida. Contudo, apesar dessas evidências,...

  19. Grupo de psicoeducação no transtorno afetivo bipolar: reflexão sobre o modo asilar e o modo psicossocial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarita Lopes Menezes

    2011-08-01

    Full Text Available O Transtorno Afetivo Bipolar (TAB, conhecido por sua cronicidade, complexidade e altos índices de morbidade e mortalidade, é uma das principais causas de incapacitação no mundo. Há evidências crescentes de que seu curso pode ser modificado por abordagens psicoterápicas como a psicoeducação, que promove o aumento do funcionamento social e ocupacional, bem como da capacidade de manejarem situações estressantes. Trata-se de um relato de experiência sobre um grupo de psicoeducação para familiares e portadores de TAB, sendo esse pautado pela reflexão dos componentes do paradigma das práticas em saúde mental. A reflexão sobre os modos asilar e psicossocial quanto às concepções de objeto e modo de trabalho, possibilitou situar o grupo no modo psicossocial, pois o conhecimento e a vivência experimentados favorecem a autonomia dos sujeitos, que têm maiores chances de se posicionarem frente às dificuldades que lhes sobrevêm na sua existência-sofrimento.

  20. Fatores preditores de resultados no tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo com as terapias comportamental e cognitivo-comportamental: uma revisão sistemática Outcome predictor factors in the treatment of obsessive-compulsive disorder using behavior and cognitive-behavior therapies: a systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Litvin Raffin

    2008-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As terapias comportamental e cognitivo-comportamental reduzem os sintomas do transtorno obsessivo-compulsivo em mais de 70% dos pacientes. Entretanto, cerca de 30% não obtêm nenhuma melhora. Conhecer fatores associados a esses desfechos poderia auxiliar numa melhor indicação do tratamento, incrementando sua eficácia. MÉTODO: Foram revisados trabalhos que investigaram fatores preditivos de resultados nos tratamentos do transtorno obsessivo-compulsivo, nas fontes PubMed, PsycINFO e LILACS. Termos utilizados na busca: predictive factors OR prediction AND obsessive-compulsive disorder AND exposure response prevention OR ritual prevention OR behav* therapy OR cognitive behav* therapy, resultando em 104 artigos. As referências dos artigos foram analisadas, possibilitando maior número de trabalhos revisados. Excluíram-se artigos que utilizaram apenas farmacoterapia e aqueles que não abordavam o tema, resultando em 29 artigos. DISCUSSÃO: As variáveis demográficas parecem exercer papel indireto, destacando-se sexo masculino e ausência de companheiro(a como fatores de pior prognóstico. Maior gravidade e início precoce dos sintomas indicariam piores resultados. O transtorno esquizotípico comórbido é potencialmente negativo. Sintomas relacionados ao colecionismo e com conteúdo sexual/religioso indicam pior prognóstico. Maior nível de insight, motivação e colaboração com o tratamento são características favoráveis. Maior intensidade da melhora e a remissão completa são preditores para a não-recaída. CONCLUSÃO: A identificação de fatores preditores de resultados está longe de ser esclarecida. É possível que múltiplos fatores, cujas associações são complexas, atuem em conjunto. Os resultados podem depender de fatores não-específicos, ainda não abordados pelos estudos. A heterogeneidade do transtorno obsessivo-compulsivo e das pesquisas e o uso associado de medicamentos dificultam o estabelecimento de

  1. Prevalence and clinical impact of eating disorders in bipolar patients Prevalência e impacto clínico dos transtornos alimentares sobre os pacientes bipolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Seixas

    2012-03-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To study the impact of eating disorders (EDs on the severity of bipolar disorder (BD. METHODS: The Structured Clinical Interview for DSM-IV Axis I (SCID-I, Young Mania Rating Scale (YMRS, Hamilton Depression Rating Scale (HAM-D-17, Hamilton Anxiety Rating Scale (HAM-A, Global Assessment of Functioning (GAF, Clinical Global Impression (CGI, and the World Health Organization Quality of Life Assessment (WHOQOL-BREF were used. Clinical and sociodemographic data were also collected. RESULTS: Among the 356 bipolar patients included in this study, 19 (5.3% were also diagnosed with ED. Of these, 57.9% had bulimia nervosa (BN and 42.1% had anorexia nervosa (AN. Among ED patients, 94.7% were female. Bipolar patients with EDs presented with lower scores in the mental health domain of the WHOQOL-BREF, higher scores of depressive symptoms, and more psychiatric comorbidities. CONCLUSIONS: ED comorbidities imposed important negative outcomes in bipolar patients. This finding suggests that attention should be given to the presence of EDs in BD patients and that better treatments focused on this population should be developed.OBJETIVO: Estudar a influência dos transtornos alimentares (TA na gravidade do transtorno bipolar (TB. MÉTODOS: Foram utilizadas a Entrevista Clínica Estruturada para o Eixo I do DSM-IV (SCID-I, a Escala de Young para Avaliação da Mania (YMRS, a Escala de Hamilton para Avaliação da Depressão (HAM-D-17, a Escala de Hamilton para Avaliação da Ansiedade (HAM-A, a Avaliação do Funcionamento Global (GAF e a Escala Breve de Avaliação da Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL-BREF. Os dados clínicos e sociodemográficos também foram coletados. RESULTADOS: Entre os 355 pacientes com TB incluídos neste estudo, 19 (5,3% também foram diagnosticados como portadores de TA. Destes, 57,9% tinham bulimia nervosa (BN e 42,1% anorexia nervosa (AN. Dentre os pacientes com TA, 94,7% eram do gênero feminino

  2. Neurobiologia do transtorno de humor bipolar e tomada de decisão na abordagem psicofarmacológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Machado-Vieira Rodrigo

    2003-01-01

    Full Text Available O Transtorno do Humor Bipolar (THB caracteriza-se por oscilações do humor que causam prejuízos significativos no âmbito biopsicossocial. O interesse da comunidade científica por este transtorno vem aumentando nos últimos cinco anos em função de sua crescente prevalência associada ao refinamento diagnóstico, à ampliação do arsenal terapêutico e ao conhecimento dos avanços nas pesquisas da neurobiologia do transtorno. A presente revisão aborda questões diagnosticas e terapêuticas aplicadas à neurobiologia dos THB, relacionando-as diretamente à terapêutica dos quadros de mania, hipomania, estados mistos, depressão bipolar e ciclagem rápida, da infância à idade adulta. São revisados criticamente importantes estudos realizados com diferentes fármacos potencialmente eficazes como estabilizadores do humor, nos diversos subdiagnósticos do THB. São analisados fármacos, tais como o lítio, anticonvulsivantes, antipsicóticos, benzodiazepínicos, bloqueadores dos canais de cálcio e hormônio tireoideo, bem como as possíveis bases biológicas para seus efeitos terapêuticos. Em síntese, este trabalho aborda os avanços da psicofarmacologia cuja eficácia é comprovada nos subtipos do THB, procurando relacioná-los com a neurobiologia deste transtorno.

  3. Transtornos alimentares e os espectros do humor e obsessivo-compulsivo Eating disorders and the mood and obsessive-compulsive spectrum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo F Fontenelle

    2002-12-01

    Full Text Available Revisamos os estudos clínicos e biológicos que sugerem que os transtornos alimentares (TA são expressões fenotípicas de outros transtornos psiquiátricos e parte de espectros de psicopatologia, em especial dos espectros dos transtornos do humor e do transtorno obsessivo-compulsivo. A investigação da relação entre os TA e outros transtornos psiquiátricos através dos modelos espectrais pode proporcionar um melhor entendimento da fisiopatologia destas síndromes e a elaboração de tratamentos mais eficazes. Entretanto, o reconhecimento de que os TA possuem características peculiares e a adoção de uma postura crítica em relação a modelos que eliminam limites diagnósticos são também fundamentais para a evolução do conhecimento no campo.We reviewed the clinical and biological studies which have suggested that eating disorders (ED are phenotypical expressions of other psychiatric disorders and part of the spectra of other psychopathologies, specially the mood and obsessive-compulsive spectrum disorders. The study of the relationship between ED and other psychiatric disorders using the spectrum model of psychopathology may allow a better understanding of the pathophysiology of such syndromes and tailoring more effective treatments. However, the recognition that ED display particular characteristics and the adoption of a critical view with regard to models that eliminate diagnostic limits may also be important for the advancement in the area of eating behaviors.

  4. The effectiveness of cognitive behavioral group therapy in treating bipolar disorder: a randomized controlled study A eficácia da terapia cognitivo-comportamental para o tratamento do transtorno bipolar: um estudo controlado e randomizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Thomaz da Costa

    2011-06-01

    comparar com a farmacoterapia sozinha. MÉTODO: Quarenta e um pacientes com transtorno bipolar I e II participaram do estudo e foram alocados aleatoriamente para um dos dois grupos; trinta e sete preencheram todas as escalas. Os sintomas de humor e ansiedade de todos os participantes foram avaliados. A análise estatística foi utilizada para investigar se os grupos diferiam com relação aos dados demográficos e entre os escores pré-, durante e pós-tratamento (intra/intergrupos. RESULTADOS: Os participantes dos dois grupos mostraram-se similares nas características demográficas. A adição da terapia cognitivo-comportamental em grupo ao tratamento farmacológico foi efetiva. O grupo da terapia cognitivo-comportamental em grupo apresentou menos sintomas de mania, depressão e ansiedade, bem como uma redução na frequência e duração dos episódios de humor. CONCLUSÃO: As sessões de terapia cognitivo-comportamental em grupo foram especialmente importantes na melhora dos sintomas depressivos.

  5. The effectiveness of cognitive behavioral group therapy in treating bipolar disorder: a randomized controlled study A eficácia da terapia cognitivo-comportamental para o tratamento do transtorno bipolar: um estudo controlado e randomizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Thomaz da Costa

    2011-01-01

    comparar com a farmacoterapia sozinha. MÉTODO: Quarenta e um pacientes com transtorno bipolar I e II participaram do estudo e foram alocados aleatoriamente para um dos dois grupos; trinta e sete preencheram todas as escalas. Os sintomas de humor e ansiedade de todos os participantes foram acessados. A análise estatística foi utilizada para investigar se os grupos diferiam com relação aos dados demográficos e entre os escores pré-, durante e pós-tratamento (intra/intergrupos. RESULTADOS: Os participantes dos dois grupos mostraram-se similares nas características demográficas. A adição da terapia cognitivo-comportamental em grupo ao tratamento farmacológico foi efetiva. O grupo da terapia cognitivo-comportamental em grupo apresentou menos sintomas de mania, depressão e ansiedade, bem como uma redução na frequência e duração dos episódios de humor. CONCLUSÃO: As sessões de terapia cognitivo-comportamental em grupo foram especialmente importantes na melhora dos sintomas depressivos.

  6. Estratégias adotadas por pessoas com Transtorno Afetivo Bipolar e a necessidade de terapêutica medicamentosa

    OpenAIRE

    Miasso,Adriana Inocenti; Cassiani,Silvia Helena De Bortoli; Pedrão,Luiz Jorge

    2007-01-01

    Este estudo identificou as estratégias adotadas pela pessoa com Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) diante da necessidade de uso contínuo de medicamentos. Foi utilizada a abordagem qualitativa, tendo como referencial metodológico a Teoria Fundamentada nos Dados, à luz do Interacionismo Simbólico. Participaram do estudo 14 pessoas com TAB que estavam em acompanhamento em uma Unidade Ambulatorial de Transtornos do Humor de um hospital universitário e 14 familiares indicados pelas mesmas. A entrevi...

  7. Um caso de transtorno de personalidade borderline atendido em psicoterapia dinâmica breve

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cunha Paulo Jannuzzi

    2001-01-01

    Full Text Available Trata-se de um caso de Transtorno de Personalidade Borderline, encaminhado para a área de Psicoterapia Dinâmica Breve (PDB do Centro de Psicologia Aplicada da UNESP - Bauru/SP. O foco delimitado consistiu em trabalhar as características depressivas do paciente, buscando ajudá-lo a elaborar o luto pela perda de sua mãe. A análise deste caso veio corroborar a hipótese de que pacientes com transtorno de personalidade borderline também podem ser beneficiados com a PDB. A peculiaridade desta modalidade de atendimento está relacionada ao estabelecimento de objetivos terapêuticos (foco condizentes com as reais possibilidades e limites de cada paciente.

  8. Epidemiologia dos transtornos alimentares: estado atual e desenvolvimentos futuros Epidemiology of eating disorders: current status and future developments

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Phillipa J Hay

    2002-12-01

    Full Text Available Os objetivos do presente trabalho foram: fornecer uma avaliação do progresso da epidemiologia na área de transtornos alimentares, desde estudos sobre incidência e prevalência até os estudos comunitários prospectivos, bem como estudos caso-controle; sintetizar o atual estado da incidência e prevalência dos transtornos alimentares; discutir os estudos epidemiológicos analíticos sobre os transtornos alimentares, enfocando estudos comunitários sobre fatores de risco e nosologia; e apontar as áreas de estudos futuros, especialmente sobre a carga social e econômica e o grau de "conhecimento sobre saúde mental" da população em geral a respeito das pessoas com transtornos alimentares. Apesar dos problemas para identificar e recrutar um número suficiente de pessoas com anorexia nervosa e os métodos variáveis de recrutamento de casos, os estudos sobre incidência e prevalência dos transtornos alimentares atingiram um consenso e em geral não corroboram uma incidência ascendente atual, exceto, possivelmente, por um pequeno aumento na anorexia nervosa em mulheres jovens. A aplicação de métodos epidemiológicos analíticos permitiu uma compreensão melhor dos fatores ambientais e genéticos, em comparação com os sociais e econômicos, quanto ao risco de desenvolvimento de transtornos alimentares, bem como ajudaram no refinamento da nosologia desses transtornos. Futuramente, a epidemiologia analítica terá potencial para responder a questões-chave sobre a natureza e os determinantes dos transtornos alimentares e para ajudar a decidir como auxiliar os que mais necessitem.The present paper aims were: to provide an overview of development of epidemiology in the area of eating disorders, from studies of incidence and prevalence, through to community based prospective as well as case controlled studies; to summarise the current status of incidence and prevalence of eating disorders; to discuss analytic epidemiological studies of eating

  9. Transtornos mentais em comunidade atendida pelo Programa Saúde da Família Mental disorders in a community assisted by the Family Health Program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Maffasioli Gonçalves

    2008-07-01

    Full Text Available O objetivo principal deste estudo é estimar a prevalência de transtornos mentais de humor, ansiedade e somatização (THAS utilizando o Self-Reporting Questionnaire-20 Itens (SRQ-20 em comunidade atendida pelo Programa Saúde da Família (PSF em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. Objetivo secundário é verificar a associação de THAS com variáveis demográficas. Todos os moradores da área do PSF avaliada maiores de 14 anos foram convidados a participar. A amostra total analisada foi composta de 1.122 indivíduos. A prevalência encontrada de THAS foi de 38% (IC95%: 35,12-40,88. Sexo feminino, baixa escolaridade e situação ocupacional desfavorável mostraram associação independente com THAS. A alta prevalência de THAS na área estudada demonstra a importância destes transtornos em termos de saúde pública, e pode trazer alguma contribuição para o entendimento da alta incidência de mortalidade por suicídio verificada em Santa Cruz do Sul na última década (4,66 vezes maior que a incidência nacional. Incluir o tema saúde mental nas metas e prioridades do PSF no Brasil é muito importante.The first objective of this study was to estimate the prevalence of mood, anxiety, and somatoform disorders (MASD using the screening tool Self-Reporting Questionnaire-20 Items (SRQ-20 in a community assisted by the Family Health Program (FHP in Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil. The second goal was to verify associations between demographic variables and MASD. We invited all residents > 14 years of age to participate. The total sample consisted of 1,122 subjects. MASD prevalence was 38% (95%CI: 35.12-40.88. Female gender, low schooling, and unemployment were independently associated with MASD. The high prevalence of MASD observed in this study confirms the relevance of these disorders for public health planning, and could also help explain the high suicide rate in Santa Cruz do Sul in the last decade (4.66 times the

  10. Tratamento farmacológico da distimia: avaliação crítica da evidência científica Pharmacological treatment of dysthymia: a critical appraisal of the evidence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Silva de Lima

    1999-06-01

    Full Text Available Distimia é um transtorno depressivo de natureza crônica, mas de menor gravidade que a depressão maior, cujos sintomas persistem por mais ou menos dois anos. Este artigo aborda aspectos relativos à eficácia do tratamento farmacológico na distimia, a partir de resultados de revisões sistemáticas recentemente concluídas. Em termos de eficácia, os resultados foram similares para as diferentes classes de drogas, tais como tricíclicos (ADT, inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS, inibidores da mono-amino-oxidase (IMAO e outras drogas (sulpirida, amineptina, e ritanserina. Os pacientes tomando tricíclicos relataram um maior número de efeitos adversos, comparado com placebo. Em resumo, o tratamento farmacológico da distimia é eficaz, sem efeito diferencial entre os diversos antidepressivos. O uso de tricíclicos está associado à maior ocorrência de efeitos adversos e de desistências. Apesar de a distimia ser uma doença crônica, existe ainda informação limitada sobre a qualidade de vida dos pacientes e sobre o tratamento a médio e longo prazo.Dysthymia is a depressive disorder of chronic nature but of less severity than major depression, in which depressive symptoms are more or less continuous for at least two years. This paper discusses the role of pharmacological treatment for dysthymia. Similar results are found in terms of efficacy for different groups of drugs, such as tricyclic (TCA, selective serotonin reuptake inhibitors (SSRI, monoamine oxidase inhibitors (MAOI and other drugs (sulpiride, amineptine, and ritanserin. Patients treated on TCA are more likely to report adverse events, comparing with placebo. In conclusion, pharmacological treatment seems to be effective in the treatment of dysthymia with no differences between and within class of drugs. Although dysthymia is a chronic condition, there remains little information on quality of life and medium or long-term outcome.

  11. Avaliação e diagnóstico do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Linck Graeff

    2008-09-01

    Full Text Available O objetivo desse artigo é efetuar um estudo teórico sobre alguns dos recursos mais utilizados em termos de avaliação e diagnóstico do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH. O TDAH é uma patologia de alta prevalência na infância e adolescência. A prática clínica aponta uma alta incidência de crianças que procuram atendimento com diagnóstico prévio de TDAH, que muitas vezes não é correto. Os próprios estudos de prevalência mostram achados que se diferem bastante, alertando para a necessidade de se refletir sobre o processo de avaliação e diagnóstico. Este artigo visa a apontar algumas das técnicas mais utilizadas para a avaliação da criança e do adolescente, abordando o processo como um todo, tendo em vista maior confiabilidade no diagnóstico e no tratamento.

  12. A síndrome de Charles Bonnet e o problema dos transtornos de percepção visual nos idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    German E. Berrios

    2011-09-01

    Full Text Available A literatura, clássica ou recente, sobre os transtornos de percepção nos idosos é revisada. A utilidade do conceito de Síndrome de Charles Bonnet, um epônimo originalmente proposto para descrever as alucinações visuais nos idosos na ausência de prejuízos cognitivos e de oftalmopatia periférica é contestada, principalmente devido à síndrome ter sido progressivamente ampliada. Descrevemos três casos representativos de pacientes idosos que desenvolveram diferentes tipos de transtornos de percepção visual. Propomos a condução de estudos sistemáticos da frequência de tais transtornos nos idosos e de quais outras patologias, particularmente cognitivas e visuais que possam estar associadas a eles.

  13. Processos de enfrentamento do estresse e sintomas depressivos em pacientes portadores de retocolite ulcerativa idiopática Procesos de enfrentamiento del estrés y síntomas depresivos en pacientes portadores de rectocolitis ulcerosa idiopática Stress coping strategies and depressive symptoms among ulcerative colitis patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Siqueira Costa

    2006-12-01

    Full Text Available Neste estudo se investigou as formas de enfrentamento do estresse e a presença dos sintomas depressivos em 100 indivíduos portadores de retocolite ulcerativa idiopática (RCUI, usuários do Ambulatório de Doenças Inflamatórias do HCFMUSP, que foram comparados com 100 indivíduos acompanhantes de pacientes de outra unidade da mesma instituição, isentos da doença. A metodologia consistiu de aplicar aos dois grupos o Inventário de Estratégias de Enfrentamento de Folkman e Lazarus e o Inventário de Depressão de Beck. As estratégias de enfrentamento mais utilizadas pelo grupo de doentes foram Suporte Social (47% e Reavaliação Positiva (40%, e no grupo controle ocorreu predomínio da estratégia Reavaliação Positiva (52%. Quanto ao transtorno de humor, 71% dos portadores de RCUI não apresentavam sintomas depressivos (contra 78% do grupo controle, 9% apresentavam disforia (contra 9% do grupo controle e 20% sintomas depressivos (contra 13% do grupo controle.En este estudio se investigó las formas de enfrentamiento del estrés y la presencia de los síntomas depresivos en 100 individuos portadores de rectocolitis ulcerosa idiopática (RCUI, usuarios del Consultorio Externo de Enfermedades Inflamatorias del HCFMUSP, que fueron comparados con 100 individuos acompañantes de pacientes de otra unidad de la misma institución, libres de la enfermedad. A metodología consistió en aplicar a los dos grupos el Inventario de Estrategias de Enfrentamiento de Folkman y Lazarus y el Inventario de Depresión de Beck. Las estrategias de enfrentamiento más utilizadas por el grupo de enfermos fueron Soporte Social (47% y Reevaluación Positiva (40%, y en el grupo control predominó la estrategia Reevaluación Positiva (52%.En cuanto al trastorno del humor, 71% de los portadores de RCUI no presentaron síntomas depresivos (contra el 78% del grupo control, 9% presentaron disforia (contra el 9% del grupo control y el 20% síntomas depresivos (contra el

  14. Transtornos alimentares: fundamentos históricos Eating disorders: historical background

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Táki Athanássios Cordás

    2002-12-01

    Full Text Available Os autores fazem uma breve revisão dos aspectos históricos dos transtornos alimentares. Possíveis correlaç��es psicopatológicas com os conceitos diagnósticos atuais são discutidas.The authors make a brief review of the historical aspects of eating disorders. Possible correlations with modern psychopathological aspects are commented

  15. Depressive symptoms and motor performance in the elderly: a population based study Sintomas depressivos e desempenho motor em idosos: estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kleyton T. Santos

    2012-08-01

    Full Text Available BACKGROUND: There is a growing incidence of depression in the elderly, and this impairment interferes directly in the reduction of motor skills. OBJECTVE: This study aims to examine the association between depressive symptoms and motor performance in community-dwelling elderly. METHOD: This is a cross-sectional study that analyzed data from 316 elders of a home and population-based epidemiological survey. The information used was: socio-demographic characteristics; motor performance tests; physical activity; and Geriatric Depression Scale. The data were analyzed using the Statistical Package for Social Sciences. Mann-Whitney U test, chi-square, Spearman correlation and Poisson regression, with a confidence interval of 95%, were calculated. RESULTS: For all motor tests, motor performance was negatively associated with depressive symptoms, regardless of gender, age, literacy and illiteracy, per capita income and physical activity. Elderly people with depressive symptoms have between 58% and 82% more functional limitation, depending on the motor performance test compared to those who were not depressed. CONCLUSIONS: There is an inverse relationship between depressive symptoms and motor performance in the elderly.CONTEXTUALIZAÇÃO: É crescente a ocorrência de depressão em idosos, e esse acometimento interfere diretamente na redução da capacidade motora. OBJETIVO: Analisar a associação entre sintomas depressivos e desempenho motor em idosos residentes na comunidade. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal que analisou dados de 316 idosos de uma pesquisa epidemiológica de base domiciliar e populacional. As informações usadas foram: características sociodemográficas; testes de desempenho motor; atividade física e Escala de Depressão Geriátrica. Os dados foram analisados no The Statistical Package for Social Sciences, sendo realizados testes U de Mann-Whitney, qui-quadrado, Correlação de Spearman e regressão de Poisson, com

  16. Adesão ao tratamento no transtorno bipolar Compliance to treatment in bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aida Santin

    2005-01-01

    Full Text Available O transtorno bipolar (TB é uma doença crônica, recorrente, presente em 1,5% da população, estando associada a altas taxas de mortalidade e prejuízos socioeconômicos. O lítio, a carbamazepina e o ácido valpróico são os estabilizadores de humor mais usados. Em tratamentos prolongados, como é o caso do TB, a má-adesão dos pacientes é uma das maiores dificuldades. Verifica-se que fatores ligados ao paciente, aos medicamentos e aos médicos possam ser responsáveis pela baixa adesão. A psicoeducação, a terapia cognitivo-comportamental e a terapia focada na família são estratégias propostas para o aumento da adesão.Bipolar disorder (BD is a chronic and recurrent illness that occurs in 1,5% of the population. This illness is associated with high rates of mortality and social/economic burden. Lithium, carbamazepine and valproic acid are the most used mood stabilizers. In long term treatments, as in BD, one of the main difficulties is the patient's adherence. It appears that factors associated to the patient, drug and the physician are responsible for the low adherence. The use of psycho-education, cognitive-behavioral therapy and focused family therapy have been put forward as a means to increase adherence.

  17. Tko su bili maiores civitatis

    OpenAIRE

    Apostolova Maršavelski, Magdalena

    2006-01-01

    U radu je razmatrana nedovoljno eksplicitna odredba osnivačkog privilegija kojom se komentiraju mogućnosti priziva na odluke gradskoga suda. Analizirajući novouvedeni poredak potpune sudske autonomije, autorica komentira skromna izvješća o organizaciji suda iz druge polovice 13. stoljeća te sudske sporove iz kasnije prakse, dajući prijedlog odgovora na pitanje tko je činio kolegij maiores civitatis, koji je, po njezinu mišljenju, imao mnogo veće ovlasti nego što se to dade zaključiti iz doslo...

  18. Percepção de estresse e sintomas depressivos: funcionalidade e impacto na qualidade de vida em mulheres com fibromialgia Stress perception and depressive symptoms: functionality and impact on the quality of life of women with fibromyalgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diogo Homann

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A depressão está entre as comorbidades psiquiátricas mais frequentes em pacientes com fibromialgia (FM, e o estresse crônico pode ser um dos eventos desencadeadores dos sintomas característicos da FM. OBJETIVOS: Comparar os sintomas depressivos e a percepção de estresse entre pacientes com FM e controles saudáveis e investigar relações entre essas características e a funcionalidade e o impacto na qualidade de vida no grupo de pacientes. MÉTODOS: Participaram do estudo 20 mulheres diagnosticadas com FM e 20 sem o diagnóstico da doença. Foram aplicados os seguintes questionários: Inventário de Depressão de Beck, Escala de Percepção de Estresse-10, Health Assessment Questionnaire, Fibromyalgia Impact Questionnaire e Escala Visual Analógica de dor (0-10 cm. RESULTADOS: Mulheres com FM apresentaram maior intensidade dos sintomas depressivos (24,10 ± 11,68 e maior percepção de estresse (25,10 ± 4,82 em comparação às controles (10,20 ± 12,78, P INTRODUCTION: Depression is one of the most frequent psychiatric comorbidities in patients with fibromyalgia (FM, and chronic stress might be one of the triggering events of the characteristic FM symptoms. OBJECTIVES: To compare depressive symptoms and stress perception between women with and without FM, in addition to investigate the relationship between those characteristics and the functionality and the impact on the quality of life of those patients. METHODS: The study included 20 women with FM (FM group and 20 healthy women (control group. The following instruments were used: Beck Depression Inventory, Perceived Stress Scale-10, Health Assessment Questionnaire, Fibromyalgia Impact Questionnaire, and Visual Analogue Scale for pain (0-10 cm. RESULTS: The FM group showed higher severity of the depressive symptoms (24.10 ± 11.68 and greater perception of stress (25.10 ± 4.82 as compared with those of the control group (10.20 ± 12.78, P < 0.01;and 15.45 ± 7.29, P < 0

  19. Em busca das origens desenvolvimentais dos transtornos mentais Searching for the developmental origins of mental disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme V. Polanczyk

    2009-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A psicopatologia desenvolvimental é uma disciplina que integra perspectivas epidemiológicas, sociais, genéticas, desenvolvimentais e de psicopatologia para entender as origens e o curso dos transtornos mentais. Neste artigo, são discutidos abordagens e conceitos utilizados para compreender as origens desenvolvimentais dos transtornos mentais. RESULTADOS: A psicopatologia desenvolvimental entende que os transtornos mentais são possíveis desfechos do processo de desenvolvimento e são dependentes de influências sociais, genéticas e ambientais. Esses diversos fatores estão inter-relacionados de diferentes formas e em diferentes níveis, exercendo um efeito dimensional. São discutidos: a abordagens para determinar causalidade entre eventos ambientais e transtornos mentais; b a importância de entendimento dos mecanismos biológicos através dos quais fatores ambientais e genéticos atuam; c fatores genéticos predizendo a exposição a estressores ambientais; e d fatores genéticos moderando o efeito de estressores ambientais. CONCLUSÕES: As origens dos transtornos mentais podem ser iluminadas por dados de estudos que utilizam enfoques e conceitos complementares e que integrem influências sociais, genéticas, ambientais e desenvolvimentais.INTRODUCTION: Developmental psychopathology is a discipline that integrates epidemiological, social, genetic, developmental, and psychopathological perspectives to understand the origins and courses of mental disorders. In the present paper, theoretical concepts and approaches applied with the purpose of understanding the developmental origins of mental disorders are discussed. RESULTS: According to developmental psychopathology, mental disorders are possible outcomes of the developmental process that depend upon social, genetic, and environmental influences. These factors are linked in different ways and levels, exerting a dimensional effect. The following factors are addressed: a

  20. Pedofilia, transtorno bipolar e dependência de álcool e opioides Paedophilia, bipolar disorder and alcohol and opioid dependence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Fabiane Machado Gomes Marsden

    2009-01-01

    Full Text Available Diversos estudos investigaram a relação entre psicopatologia e parafilias, especialmente pedofilia. Transtornos de humor e ansiedade, seguidos de transtornos relacionados ao uso de substâncias, são as comorbidades mais prevalentes em pacientes com parafilias. Apresentou- se o caso de um paciente em tratamento para dependência de substâncias (álcool e heroína, transtorno bipolar e pedofilia. É importante frisar que poucos casos relatando comorbidades como essas foram descritos na literatura.Many studies have investigated the relationship between psychopathology and paraphilias, specifically paedophilia. Mood disorders, anxiety disorders, followed by substance use were the most prevalent disorders comorbid in these patients. We present the case of a patient in treatment for substance misuse (alcohol and heroin, bipolar disorder and paedophilia. To our knowledge few cases were reported describing cases of comorbidity such as this.

  1. Qualidade de vida em indivíduos com transtorno obsessivo-compulsivo: revisão da literatura Quality of life in individuals with obsessive-compulsive disorder: a review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Gomes Niederauer

    2007-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: O transtorno obsessivo-compulsivo acomete entre 1,6 a 3,1% da população. Em virtude de uma maior compreensão do sofrimento associado aos sintomas, aumentaram os estudos e o interesse no bem-estar geral e na qualidade de vida dos portadores. MÉTODO: Foi realizada uma revisão bibliográfica de trabalhos que investigaram a qualidade de vida em portadores de transtorno obsessivo-compulsivo. A busca foi feita nas bases de dados Medline, SciELO e PsychoInfo, utilizando como palavras-chave quality of life e obsessive-compulsive disorder. Foram selecionados 27 artigos que abordaram o tema, sendo descritas as áreas mais afetadas pelo transtorno, bem como a sua relação com a qualidade de vida foram descritas. Também foram apresentados efeitos de tratamentos na qualidade de vida dos pacientes. RESULTADOS: Os relacionamentos sociais e familiares, seguidos pelo desempenho ocupacional (capacidade para trabalhar e estudar, foram as áreas mais afetadas pelo transtorno e, apesar de melhorarem com tratamento, permanecem insatisfatórios. As obsessões foram associadas a prejuízos mais significativos na qualidade de vida do que as compulsões (rituais. CONCLUSÕES: Apesar das limitações, os estudos mostram evidências do comprometimento da qualidade de vida de indivíduos com transtorno obsessivo-compulsivo, sendo este comparável ao de pacientes com esquizofrenia. Pesquisas futuras com diferentes delineamentos são necessárias para estabelecer resultados mais consistentes.OBJECTIVE: Obsessive-compulsive disorder affects between 1.6 and 3.1% of the population. Due to the distress caused by obsessive-compulsive disorder leading to disability as well as the prevalence of the disease, there has been an increase in the number of studies focusing on the general well-being of patients by assessing quality of life. METHOD: A literature review of the studies that investigated the quality of life of patients with obsessive-compulsive disorder was

  2. Transtorno mental na infância: configurações familiares e suas relações sociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jéssica Batistela Vicente

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Este estudo teve como objetivo conhecer a rede social e o apoio social na perspectiva da família de criança com transtorno mental. Métodos: Foi uma pesquisa descritiva-exploratória de abordagem qualitativa, com 14 familiares de crianças com transtornos mentais atendidas no CAPS-i de Maringá - PR. A coleta de dados aconteceu de janeiro a abril de 2013, por meio de entrevistas semiestruturadas e construção de genogramas e ecomapas das famílias. Resultados: Os dados foram analisados a partir da Análise de Conteúdo, modalidade temática, originando duas categorias: "Rede e apoio social: auxiliando a convivência da família com a criança com transtorno mental" e "Configuração familiar: delineando vínculos". Conclusão: A rede de apoio e o apoio social são elementos necessários para o enfrentamento das dificuldades advindas da doença mental, cabendo ao enfermeiro conhecer essas fontes de apoio e os tipos de vínculos existentes para prestar um cuidado centrado na família.

  3. Transtorno de pânico: uma manifestação clínica do desamparo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Veridiana Alves de Sousa Ferreira Costa

    Full Text Available O contexto atual apresenta mudanças nos modos de organização subjetiva. As redefinições dos papéis do homem e da mulher, as novas formas de filiação e as novas configurações familiares tem implicado o redimensionamento do lugar do pai e se refletido no exercício de sua função, qual seja, inscrever a lei. Tal inscrição é fundamental à estruturação do ser humano e à convivência social. Na atualidade, o sujeito se vê convocado ao excesso, sem referências, e novas formas de desorganização psíquica emergem. O transtorno de pânico se destaca como uma figura paradigmática do desamparo na contemporaneidade. Como categoria psicopatológica, tal transtorno é recente; como quadro clínico psicanalítico, ele se associa às fobias. Este estudo teórico visa a descrever, do ponto de vista da psiquiatria, tal transtorno, e discutir, a partir da psicanálise, o estado de desamparo provocado pela fragilidade da lei simbólica, como característica dessa sintomatologia.

  4. Transtorno de estresse pós-traumático em pacientes de unidade de terapia intensiva

    OpenAIRE

    Caiuby,Andrea Vannini Santesso; Andreoli,Paola Bruno de Araújo; Andreoli,Sergio Baxter

    2010-01-01

    O transtorno de estresse pós-traumático tem sido descrito em pacientes após tratamento em unidade de terapia intensiva. O objetivo foi revisar estudos sobre os aspectos psicológicos e as intervenções terapêuticas destes pacientes após internação em unidade de terapia intensiva. Trinta e oito artigos foram incluídos. A prevalência de transtorno de estresse pós-traumático variou de 17% a 30% e a incidência de 14% a 24%. Os fatores de risco foram: história prévia de ansiedade, depressão ou pânic...

  5. Aplicação da estimulação magnética transcraniana de repetição no tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo e outros transtornos de ansiedade Repetitive transcranial magnetic stimulation as a treatment for obsessive-compulsive disorder and other anxiety disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Gustavo S. Mansur

    2004-01-01

    Full Text Available A estimulação magnética transcraniana de repetição (EMTr vem sendo amplamente investigada como ferramenta terapêutica em transtornos psiquiátricos, especialmente a depressão. Neste trabalho, compilamos as informações provenientes de estudos que investigaram as aplicações da EMTr no tratamento dos transtornos de ansiedade: transtorno do pânico (TP, transtorno de estresse pós-taumático (TEPT, transtorno de ansiedade generalizada (TAG e especialmente o transtorno obsessivo compulsivo (TOC. Três estudos foram publicados abordando o tratamento do TOC, sendo que utilizaram metodologias e parâmetros de aplicação extremamente diversos, dificultando a obtenção de informações conclusivas sobre a efetividade deste tratamento. Quatro estudos publicados sobre TEPT e EMTr também apresentam dados conflitantes e pouco comparáveis, mas destaca-se publicação recente com desenho duplo-cego e resultados positivos. Quanto ao TP e o TAG, apenas pequenas investigações iniciais foram realizadas. Conclusão: Apesar dos estudos citados, não há dados conclusivos sobre a eficácia terapêutica da EMTr nos transtornos de ansiedade. Isto se dá especialmente devido aos estudos com amostras pequenas e desenho aberto. Portanto, devem ser realizados estudos mais aprofundados para que possamos obter estas respostas.Repetitive transcranial magnetic stimulation (rTMS have been widely studied as a therapeutic method in psychiatric disorders, specially in major depression. In this paper, we have compiled the information from studies concerning the use of rTMS as a therapeutic tool for anxiety disorders: panic disorder (PD, post-traumattic stress disorder (PTSD, generalized anxiety disorder (GAD and mainly obsessive-compulsive disorder (OCD.Three studies have been published concerning treatment of OCD with rTMS, but they are very different in their methods and in the application parameters and location, making it difficult to draw any conclusion about

  6. Relação entre homicídio e transtornos mentais Relationship between homicide and mental disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Martins Valença

    2006-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Diversos estudos encontraram uma relação entre transtornos mentais graves e violência. Uma das abordagens de estudo deste tema são as investigações com criminosos homicidas. O objetivo do presente artigo foi investigar a associação entre homicídio e transtornos mentais. MÉTODO: Foi realizada uma revisão da literatura, através das seguintes bases de dados: Medline, Scientific Eletronic Library Online e Lilacs. No sistema Medline também foi pesquisada a seção de artigos relacionados. RESULTADOS: Embora exista uma associação entre transtornos mentais e homicídio, não está claro porque alguns pacientes comportam-se de forma violenta e outros não. Transtornos relacionados ao uso de álcool/drogas e transtornos de personalidade comórbidos e falta de aderência ao tratamento podem aumentar este risco. CONCLUSÕES: É justificável a identificação de pessoas com risco elevado de comportamento violento e oferta de tratamento em serviços de saúde mental para as mesmas. Estes serviços deveriam prevenir a perda de contato e não-colaboração com o tratamento que freqüentemente precedem o homicídio perpetrado por pessoas com transtornos mentais graves. É de fundamental importância que a sociedade e as autoridades governamentais diminuam as barreiras de acesso ao tratamento psiquiátrico e psicossocial.OBJECTIVE: Several studies have found a relationship between severe mental disorders and violence. One of the approaches to study this theme are investigations with homicide offenders. The aim of the present article was to investigate the association between homicide and mental disorders. METHOD: A review of the literature was made through the following databases: Medline, Scientific Eletronic Library Online and Lilacs. In the Medline system, it was also searched the related articles section. RESULTS: Although there is an association between mental disorders and homicide, it is not clear why some patients behave

  7. Emetofobia: revisão crítica sobre um transtorno pouco estudado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Paula Leite

    2011-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A emetofobia ou fobia de vômitos - que inclui o medo excessivo de vomitar ou de ver outras pessoas vomitando e pode ser desencadeado por estímulos internos e externos - é um transtorno mental complexo e pouco conhecido. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo levantar os conhecimentos disponíveis sobre diversos aspectos do quadro. MÉTODO: Revisão convencional da literatura dos últimos 30 anos utilizando como estratégia de busca as seguintes palavras-chave: "emetofobia", "emetofóbico", "medo de vomitar", "fobia de vomitar" e"fobia de vômito". Foram incluídos artigos sobre epidemiologia, fenomenologia, diagnóstico diferencial e tratamento da emetofobia, assim como artigos referidos nestes. RESULTADOS: Não há dados de prevalência na população geral e pouco se sabe sobre a etiologia da emetofobia. A maioria dos estudos aponta predominância no sexo feminino, início precoce e curso crônico. Os comportamentos de esquiva podem impactar negativamente a vida ocupacional, social e familiar. Os principais diagnósticos diferenciais são: transtorno de pânico com agorafobia, fobia social, anorexia nervosa e transtorno obsessivo-compulsivo. Estudos de tratamento se resumem a relatos de casos e não há ensaios clínicos controlados, mas intervenções cognitivo-comportamentais parecem ser promissoras. CONCLUSÃO: Mais estudos são necessários para melhor compreensão sobre a epidemiologia, o quadro clínico, a etiologia, a classificação e o tratamento da emetofobia.

  8. Transtornos de personalidade, psicopatia e serial killers Personality disorders, psychopathy and serial killers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hilda C P Morana

    2006-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apresentar as características básicas dos diversos transtornos específicos de personalidade, mas centrando-se no transtorno de personalidade anti-social, fazendo sua diferenciação com psicopatia. O estudo ainda se propõe a abordar a figura do serial killer, apontando a presença de aspectos psicopáticos no homicídio seriado. MÉTODO: Uma revisão bibliográfica foi feita no sentido de se abordar convergências e divergências entre diversos autores sobre um assunto tão polêmico, sobretudo quanto à viabilidade de tratamento dessa clientela forense. RESULTADOS: Enquanto o transtorno de personalidade anti-social é um diagnóstico médico, pode-se entender o termo "psicopatia", pertencente à esfera psiquiátrico-forense, como um "diagnóstico legal". Não se pode falar ainda de tratamento eficaz para os chamados "serial killers". CONCLUSÃO: Os transtornos de personalidade, especialmente o tipo anti-social, representam ainda hoje um verdadeiro desafio para a psiquiatria forense. O local mais adequado e justo para seus portadores, bem como recomendação homogênea e padronizada de tratamento são questões ainda não respondidas.OBJECTIVE: To illustrate the basic characteristics of several specific personality disorders, focusing mainly in antisocial personality disorder. The differences between antisocial personality disorder and psychopathy are highlighted. Serial killers and its psychopathic aspects are also discussed. METHOD: A bibliographic review was completed in order to outline convergences and divergences among different authors about this controversial issue, especially those concerning the possibility of treatment. RESULTS: While anti-social personality disorder is a medical diagnosis, the term "psychopathy" (which belongs to the sphere of forensic psychiatry may be understood as a "legal diagnosis". It is not still possible to identify an effective treatment for serial killers. CONCLUSION: Personality disorders

  9. OS SENTIMENTOS DO PACIENTE COM TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE: A ANGÚSTIA, AUTOACEITAÇÃO E SEU RELACIONAMENTO COM A SOCIEDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Tadeu Rezende

    2017-02-01

    Full Text Available A caracterização do Transtorno de personalidade com instabilidade emocional (Borderline se dá por um padrão de impulsividade e instabilidade quanto a relacionamentos interpessoais, à autoimagem e aos afetos. Nos arranjos limítrofes o Ego em formação consegue ultrapassar o momento em que as frustrações da primeira idade teriam podido operar fixações pré-psicóticas tenazes e desagradáveis, não regredindo a essas fixações. Entretanto no momento que se da a evolução edipiana normal esses sujeitos sofreram um trauma psíquico importante. As exigências pulsionais precisam ser devidamente reprimidas para que exista uma vida socialmente aceitável. Acaba por existir um emprego incorreto da libido que pode ocasionar maiores complicações no estado psicopatológico do paciente. As exigências pulsionais são um grande desafio para o paciente Borderline, pois sua inadequação na leitura correta de seus sentimentos unida a sua impulsividade acarretam breves surtos que acabam por prejudicar a busca por um prognóstico positivo.

  10. A influência do afastamento por acidente de trabalho sobre a ocorrência de transtornos psíquicos e somáticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabethe Cristina Borsonello

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo verificar a associação entre o afastamento por acidente de trabalho e a ocorrência de ansiedade e de depressão, averiguando se houve desencadeamento de transtornos somáticos e/ou transtornos nas relações sociais dos indivíduos. Em todos os casos estudados, constatamos que houve aumento significativo de sintomas após o afastamento e que o retorno ao trabalho foi impossibilitado devido à persistência da patologia e ao desenvolvimento de outras manifestações. Assim, o afastamento pôde ser considerado um estímulo estressor, pois além de causar transtornos psíquicos provocou alterações orgânicas.

  11. Eficácia do Programa de Enriquecimento Instrumental-PEI, versão básica, em crianças com transtornos do neurodesenvolvimento (TDAH e Dislexia)

    OpenAIRE

    Ricci, Karen Alves

    2016-01-01

    O Programa de Enriquecimento Instrumental (PEI), de Reuven Feuerstein, tem por objetivo aumentar o nível de modificabilidade cognitiva e a capacidade de aprendizagem, porém raras são as pesquisas sobre a eficácia do PEI, versão básica, em transtornos do neurodesenvolvimento. Na presente pesquisa foram abordados dois transtornos do neurodesenvolvimento, o Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), caracterizado por níveis prejudiciais de desatenção, desorganização e/ou hiperativ...

  12. Concepções de professoras de ensino fundamental sobre os transtornos de aprendizagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís dos Santos Gonçalves

    2014-06-01

    Full Text Available Objetivo investigar as concepções de professoras de ensino fundamental sobre as Dificuldades Escolares, o Distúrbio de Aprendizagem e a Dislexia. Métodos este é um estudo transversal, realizado com 31 professoras do ensino fundamental de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Realizou-se um levantamento por meio de questionário com questões dissertativas. O questionário apresenta questões referentes ao conhecimento do professor em relação à definição, causa e manifestações dos Transtornos de Aprendizagem. Os dados foram analisados quantitativamente por meio da análise comparativa, utilizando-se o teste estatístico Qui-Quadrado, comparando-se o conhecimento de professores de escola pública e particular, e entre os professores com e sem conhecimento prévio sobre o assunto. Adotou-se o nível de significância de 5%. Resultados de maneira geral, as professoras demonstraram dificuldades para definir os transtornos, atribuir suas causas e pontuar as manifestações dos mesmos. Separando-se as professoras pelo tipo de escolas (pública e particular e pelo conhecimento prévio sobre o assunto, não foi observada diferença estatisticamente significante na maioria das respostas. Conclusão as professoras possuem carência em seu repertório conceitual no que se refere às Dificuldades Escolares, os Transtornos de Aprendizagem e a Dislexia, e, portanto, precisam de orientação em relação ao trabalho efetivo com estes alunos.

  13. A impulsividade dos portadores de transtorno bipolar resulta em alta prevalência de comorbidade com transtornos do controle dos impulsos?

    OpenAIRE

    Caetano, Murilo Ferreira

    2016-01-01

    O Transtorno Bipolar (TB) é uma condição psiquiátrica crônica, potencialmente incapacitante, que se inicia geralmente na adolescência ou no início da na vida adulta, está marcado por risco aumentado de suicídio, incapacitação para o trabalho, uso de drogas e outros problemas. A impulsividade é uma característica marcante como um estado das fases agudas, sobretudo da mania e da hipomania, mas tem sido demonstrada como um traço, uma característica longitudinal do TB. Já os Trans...

  14. Criatividade em indivíduos com transtornos e dificuldades de aprendizagem: revisão de pesquisas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rauni Jandé Roama Alves

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo identificar as produções científicas nacionais e internacionais que tiveram como foco a investigação da relação entre criatividade e dificuldades/transtornos de aprendizagem. Em nível nacional foram consultadas as bases de dados SCIELO, PEPSIC, CAPES e BDTD e no internacional, as bases APA, ERIC, PubMed e Scopus, sem delimitação de tempo. Como resultado, constatou-se a existência de 57 produções internacionais e cinco nacionais. As análises identificaram que não houve diferenças estatísticas significativas entre as médias das produções das últimas três décadas e que as investigações focalizaram principalmente o transtorno específico de leitura/Dislexia, o uso da metodologia quantitativa e o emprego do Teste de Torrance. Alguns nomes dados aos grupos investigados na maioria dos trabalhos não denotaram com clareza as origens das dificuldades de aprendizagem - se seriam ou não decorrentes de transtorno de aprendizagem. Concluiu-se que são necessários novos estudos sobre a temática, nos quais se caracterizem melhor os grupos investigados e a nomenclatura utilizada.

  15. Qualidade de vida no Transtorno Obsessivo-Compulsivo: um estudo com usuários da Atenção Básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Coelho Scholl

    Full Text Available Resumo A qualidade de vida (QV pode ser afetada pela presença de transtornos mentais, como o Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC. Assim, a avaliação e o acompanhamento dos índices de QV em pacientes com transtornos mentais permite a identificação de suas prioridades, sendo possível a implementação de ações para a melhora desses índices nos usuários do sistema de saúde. O objetivo deste artigo é avaliar a QV em portadores de TOC usuários da atenção primária à saúde. Estudo transversal com amostragem por conveniência, incluindo todos os usuários de três Unidades Básicas de Saúde de Pelotas, RS. Para avaliar a QV foi utilizada a WHOQOL–Bref, e o TOC foi avaliado através da M.I.N.I. Foram avaliados 1081 indivíduos. A prevalência de TOC foi de 3,9%. Portadores de TOC apresentaram médias inferiores em todos os domínios da QV quando comparados aos indivíduos sem TOC (p < 0,001. Os achados deste estudo enfatizam a importância de utilizar a QV como instrumento de monitoramento da melhora do transtorno no âmbito da atenção básica à saúde.

  16. As Contribuições do Uso da Comunicação Alternativa no Processo de Inclusão Escolar de um Aluno com Transtorno do Espectro do Autismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Miharu TOGASHI

    Full Text Available RESUMO: o presente estudo é a continuidade de uma pesquisa maior, cujo objetivo foi implementar um programa de capacitação oferecido a professores da rede municipal do RJ, atuando no Atendimento Educacional Especializado (AEE para introduzir o uso do sistema PECS-Adaptado junto aos alunos com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA. Ao término da pesquisa, surgiram questionamentos, dando origem a esta investigação, que foi dividida em dois estudos: primeiro foi o follow-up da pesquisa maior e teve como objetivo verificar a eficácia e continuidade do uso do PECS-Adaptado pela professora do AEE com seu aluno com TEA. Foi realizado em uma sala de recursos no município do RJ e participaram da pesquisa a professora e o aluno com TEA. Ocorreram sete sessões, que foram analisadas a partir de um protocolo de registro dos níveis de apoio oferecido nas fases do PECS-Adaptado. Os resultados sinalizaram continuidade no uso do sistema pela professora. O Estudo II objetivou analisar as interações comunicativas do mesmo aluno do estudo I com uma professora e uma estagiária em ambiente de sala de aula regular. Foram realizadas 10 sessões de observação e intervenção quanto aos atos comunicativos e estes foram categorizados e dispostos em quadros para melhor visualização. Os resultados mostraram maior interação comunicativa do aluno com a estagiária na fase de intervenção, além de generalizar o uso do PECS-Adaptado na sala de aula regular. Concluiu-se que a comunicação é um dos fatores fundamentais para que a inclusão escolar de um aluno com TEA ocorra de forma mais efetiva.

  17. Prevalência de transtornos fonológicos em crianças do primeiro ano do ensino fundamental Prevalence of phonological disorders in first grade students of elementary school

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiza Augusta Rosa Rossi-Barbosa

    2011-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a prevalência de transtornos fonológicos e verificar a sensibilidade e especificidade do Teste de Rastreamento de Distúrbios Articulatórios de Fala (TERDAF, a partir de sua adaptação, em escolares do primeiro ano do ensino fundamental de Montes Claros, MG (Brasil. MÉTODOS: As crianças foram alocadas de forma aleatória em amostragem por conglomerados em 56 escolas públicas no município. Foram avaliadas 587 crianças com média de idade de 6 anos e 6 meses por meio do TERDAF adaptado e, para verificar a sensibilidade e especificidade do teste, 229 delas foram submetidas à Avaliação Diagnóstica da Fala, considerada padrão-ouro. RESULTADOS: A prevalência de transtornos fonológicos foi de 36,2%. O teste apresentou sensibilidade de 94,0%, porém baixa especificidade (41,1%. Ao considerar as variações linguísticas como produção normal, o teste mostrou sensibilidade de 86,7%, especificidade de 75,3%, valor preditivo positivo de 66,7% e valor preditivo negativo de 90,9%. CONCLUSÃO: Encontrou-se alta prevalência de transtornos fonológicos. Dado que maioria dos sujeitos não reconheceu alguma figura e o fato de terem ocorrido produções que refletem condições socioculturais, o teste deverá ser revisado para obter maior acurácia na identificação de transtornos fonológicos.PURPOSE: To identify the prevalence of phonological disorders and to verify the sensitivity and specificity of the adapted Speech Disorder Screening Test (TERDAF in first grade students of elementary school in Montes Claros, MG (Brazil. METHODS: Children were randomly assigned into cluster sampling in 56 public schools in the city. We assessed 587 children with a mean age of 6 years and 6 months using the adapted TERDAF; to verify the test's sensitivity and specificity, 229 of them were also assessed using the Speech Diagnosis Assessment, considered golden standard method. RESULTS: The prevalence of phonological disorders was 36

  18. Tratamento farmacológico dos transtornos alimentares Pharmacological treatment of eating disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jose C Appolinario

    2002-12-01

    Full Text Available O tratamento dos transtornos alimentares (TA geralmente exige uma abordagem multidisciplinar em que a farmacoterapia é adjuvante de abordagens psicológicas e nutricionais. Psicotrópicos são indicados para a maioria dos pacientes com TA para tratar as comorbidades e também os sintomas chamados nucleares. Progressos importantes estão ocorrendo nos últimos anos. Este artigo apresenta uma revisão das evidências atuais e perspectivas futuras para o tratamento farmacológico da anorexia nervosa, bulimia nervosa e do transtorno da compulsão alimentar periódica.The treatment of eating disorders (ED usually involves a multidisciplinary approach and pharmacotherapy is adjunctive to psychological and nutritional interventions. Psychotropic agents are prescribed for most patients with ED to treat both the comorbid conditions and ED core symptoms. Important progresses have occurred in the last years. We present an overview of the current evidences and future directions in the pharmacological treatment of anorexia nervosa, bulimia nervosa and binge eating disorder.

  19. Associação entre polimorfismos genéticos e transtorno bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica de Medeiros Alves

    2012-01-01

    Full Text Available Transtorno bipolar (TB é uma doença comum que afeta aproximadamente 1% da população. Apresenta características crônicas e agudas graves, com índices de remissão de baixa e alta prevalência de comorbidades clínicas e psiquiátricas. O objetivo do presente artigo é sintetizar dados de vários artigos que investigaram polimorfismos genéticos associados com TB. Dentre os 129 artigos selecionados, identificaram-se 79 (85,87% genes associados com TB. Essa análise identificou cinco genes que são os mais citados na literatura: CANAC1C, DAOA, TPH2, ANK3 e DISC1. Dos 92 genes identificados nesses artigos, 33 (35,87% não mostraram associação com TB. Essa análise mostrou que, apesar dos avanços recentes com relação ao papel do polimorfismo genético na predisposição para TB, mais pesquisas ainda são necessárias para elucidar sua influência sobre esse transtorno.

  20. Diferenciais socioeconômicos e de saúde entre duas comunidades de idosos longevos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Idiane Rosset

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar diferenciais demográficos e socioeconômicos relacionados ao estado de saúde de idosos mais velhos residentes em duas cidades de regiões diferentes do Brasil. MÉTODOS: Estudo epidemiológico transversal e comparativo de idosos mais velhos (> 80 anos residentes em Ribeirão Preto (RP-SP e Caxias do Sul (CS-RS, com amostra probabilística de 117 sujeitos em CS e 155 em RP, realizado entre 2007 e 2008. O instrumento de coleta incluiu dados demográficos e socioeconômicos miniexame do estado mental, Medida de Independência Funcional, número de comorbidades auto-referidas e Escala de Depressão Geriátrica. RESULTADOS: A idade média foi similar, com predominância de mulheres (~70% e viúvos (~60% em ambos os municípios. A escolaridade média não diferiu estatisticamente, mas a renda média do idoso foi maior em RP do que em CS (p = 0,05. RP apresentou maior concentração de indivíduos nos extremos de escolaridade e renda do que CS. O escore médio do miniexame do estado mental foi similar entre os dois grupos e maior para indivíduos do sexo masculino, com idade entre 80 e 84 anos, casados e com maior escolaridade. Observou-se melhor desempenho funcional entre idosos de 80 a 84 anos em ambos os municípios, entre os de maior escolaridade em RP; e entre os do sexo masculino e os casados em CS. Idosos de CS apresentaram maior número de comorbidades do que os de RP (p < 0,001. Idosos do sexo masculino, casados e com maior renda apresentaram menos sintomas depressivos em ambos os grupos; os de RP apresentaram maior escore na Escala de Depressão Geriátrica do que os de CS (p < 0,001. CONCLUSÕES: Embora os idosos de CS apresentem menor desigualdade socioeconômica e menos sintomas depressivos, possuem também maior número médio de comorbidades e menor nível de independência funcional, quando comparados aos de RP.

  1. Sintomas depressivos em crianças: estudos com duas versões do CDI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Cruvinel

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar o número de crianças com sintomas depressivos em duas amostras de estudantes da cidade de campinas. Utilizou-se, no estudo 1, a versão brasileira do Inventário de Depressão Infantil (CDI e, no estudo 2, a versão original. Do estudo 1, realizado em 2001, participaram 169 estudantes de 3ª, 4ª e 5ª séries, e, do estudo 2, conduzido em 2005, 157 alunos de 3ª e 4ª séries. A prevalência de sintomatologia depressiva no estudo 1 foi de 3,55%, e, no estudo 2, de 17%. Em ambos os estudos, não foram encontradas diferenças significativas entre a média no CDI em relação às variáveis demográficas. conclui-se pela necessidade de mais estudos nacionais de prevalência no ensino fundamental e de esforços direcionados não só para a identificação dos fatores de risco, de proteção e das variáveis associadas mas também do refinamento dos instrumentos de medidas da depressão infantil.

  2. Transtorno afetivo bipolar: carga da doença e custos relacionados Bipolar disorder: burden of disease and related costs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Maria Niccolai Costa

    2008-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O transtorno afetivo bipolar (TAB é uma doença recorrente, crônica e grave. Comorbidades psiquiátricas e físicas, aumento do risco de suicídio, maior utilização de serviços de saúde e prejuízo na esfera social/profissional aumentam significativamente a carga e custos relacionados à doença. OBJETIVOS: Revisar aspectos clínicos, de carga da doença e conseqüentes desfechos financeiros do TAB. MÉTODOS: Pesquisa de base de dados MEDLINE/PubMed utilizando os termos bipolar disorder, epidemiology, burden of disease, comorbidity, cost of illness, outcomes e financial consequences, publicados entre 1980 e 2006. RESULTADOS: O TAB apresenta alta comorbidade com outros transtornos, o que agrava seu prognóstico e eleva os custos com os serviços de saúde. Os indivíduos com TAB apresentam mais fatores de risco cardiovascular e, conseqüentemente, maior risco de morte por evento cardíaco. O atraso e o erro diagnóstico no TAB elevam consideravelmente a carga e os custos da doença. CONCLUSÕES: As comorbidades, o risco de suicídio, o prejuízo social/profissional e a baixa adesão ao tratamento contribuem para a alta carga e os custos associados à doença. A pesquisa de comorbidades pode ajudar os médicos a ajustarem suas estratégias de tratamento, considerando cuidadosamente todos os fatores de risco e custos associados, fatores estes que devem ser levados em conta também pelos profissionais que trabalham com gestão de saúde, tanto no setor privado quanto público.BACKGROUND: Bipolar disorder (BD is a recurrent, chronic and severe disease. Mental and physical comorbidities, risk of suicide, health services use and impairment of social and professional domains significantly worsen the burden and increase the costs of illness. OBJECTIVES: Review clinical aspects, burden of disease, and consequent financial outcomes of BD. METHODS: MEDLINE/PubMed database search using the terms bipolar disorder, epidemiology, burden of

  3. Etiologia dos transtornos alimentares: aspectos biológicos, psicológicos e sócio-culturais Etiology of eating disorders: biological, psychological and sociocultural determinants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christina M Morgan

    2002-12-01

    Full Text Available Os transtornos alimentares possuem uma etiologia multifatorial, composta de predisposições genéticas, socioculturais e vulnerabilidades biológicas e psicológicas. Entre os fatores predisponentes, destacam-se a história de transtorno alimentar e (ou transtorno do humor na família, os padrões de interação presentes no ambiente familiar, o contexto sociocultural, caracterizado pela extrema valorização do corpo magro, disfunções no metabolismo das monoaminas centrais e traços de personalidade. A dieta é o comportamento precursor que geralmente antecede a instalação de um transtorno alimentar. Contudo, a presença isolada da dieta não é suficiente para desencadear o transtorno alimentar, tornando-se necessária uma interação entre os fatores de risco e outros eventos precipitantes. Por último, o curso transitório ou crônico de um transtorno alimentar está relacionado à persistência de distorções cognitivas, à ocorrência de eventos vitais significativos e a alterações secundárias ao estado de desnutrição.Eating disorders have a multifactorial etiology, composed by genetic predisposition, sociocultural factors, and biological and psychological vulnerabilities. Among the predisposing factors, emphasis is given to a history of eating and/or mood disorders, personality traits, patterns of family interaction, alterations in brain monoamines and sociocultural overvalued drive for thinness. Dieting is the most frequently event present at the onset of an eating disorder. Nevertheless, dieting itself is not sufficient to precipitate an eating disorder. An interaction among risk factors and other precipitating events is necessary. Finally, the chronic or transitory course of an eating disorder is related to the persistence of distorted cognitions, to the occurrence of significant vital events, and to starvation-induced psychobiological alterations.

  4. Quem chega com velocidade maior?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Catelli

    2009-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2008v25n3p546 Apoiando uma das extremidades de uma haste no chão, e deixando- a cair, junto com uma esfera, colocada inicialmente a uma altura igual à extremidade livre da haste, quem chega com velocidade maior ao solo: a extremidade livre da haste ou a esfera? Neste trabalho são apresentadas diversas soluções, em níveis crescentes de complexidade. Conclui-se que questões como essa podem propiciar o desenvolvimento de atividades investigativas no ambiente da sala de aula e, eventualmente, despertar em alguns estudantes vocações para a carreira tecnológica.

  5. Comportamentos de risco para os transtornos alimentares e traços perfeccionistas em atletas de atletismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    Full Text Available Resumo O objetivo do estudo foi analisar a influência do perfeccionismo nos comportamentos de risco para os transtornos alimentares de atletas adolescentes do sexo feminino da modalidade atletismo. Fizeram parte do estudo 52 atletas da modalidade de atletismo de clubes da cidade de São Paulo/SP com idade entre 12 e 17 anos. Utilizaram-se as subescalas do Eating Attitudes Test (EAT-26 e a Multidimensional Perfectionism Scale (MPS para avaliar os comportamentos de risco para os transtornos alimentares e os traços perfeccionistas, respectivamente. Conduziu-se a regressão linear múltipla stepwise para analisar a influência dos perfeccionismo nos comportamentos de risco para os transtornos alimentares. Os resultados indicaram influência da MPS nos escores das subescalas Dieta (F(1, 44 = 5,74; p = 0,05 e Autocontrole Oral (F(1, 44 = 6,13; p = 0,04 do EAT-26. No entanto, não foi evidenciado impacto da MPS nos escores da subescala Bulimia e Preocupação com 0 Alimenta (F(1, 44 = 1,26; p = 0,22. Assim, em razão da investigação apresentar delineamento transversal, pressupõe-se que as atletas de atletismo com traços perfeccionistas podem estar mais susceptíveis para a restrição alimentar e a influência ambiental para a ingesta alimentar.

  6. Atuação do psicólogo frente aos transtornos globais do desenvolvimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Souza

    Full Text Available Os autores fazem uma revisão bibliográfica sobre a atuação do psicólogo frente aos transtornos globais do desenvolvimento infantil, especificamente sobre: autismo infantil, síndrome de Asperger e síndrome de Rett. Inicialmente, apresenta-se uma noção do desenvolvimento infantil, e, então, abordam-se os possíveis transtornos, com suas respectivas definições, etiologias, critérios diagnósticos, diagnóstico diferencial e tratamento. Durante o processo de intervenção e prevenção junto à criança, destacam-se a importância do psicólogo no tratamento e a eficácia dos recursos psicoterápicos para a melhora de qualidade de vida da criança com a síndrome.

  7. Atuação do psicólogo frente aos transtornos globais do desenvolvimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Souza

    Full Text Available O artigo apresenta revisão bibliográfica sobre a atuação do psicólogo frente aos transtornos globais do desenvolvimento infantil, especificamente sobre autismo infantil, síndrome de Asperger e síndrome de Rett. Inicialmente, apresenta-se uma noção do desenvolvimento infantil, e, então, abordam-se possíveis transtornos, com suas respectivas definições, etiologias, critérios diagnósticos, diagnóstico diferencial e tratamento. Durante o processo de intervenção e prevenção junto à criança, destacam-se a importância do psicólogo no tratamento e a eficácia dos recursos psicoterápicos para a melhora de qualidade de vida da criança com a síndrome.

  8. Tratamento nutricional dos transtornos alimentares Nutritional treatment of eating disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Romero Latterza

    2004-01-01

    Full Text Available Pacientes com transtornos alimentares possuem inadequações profundas no consumo, padrão e comportamento alimentar, além de diversas crenças equivocadas sobre alimentação, o que geralmente acarreta piora do estado nutricional. O tratamento nutricional visa a reverter tais alterações e promover hábitos alimentares saudáveis e melhor relação para com o alimento. Os objetivos e características do tratamento diferem para a anorexia nervosa e a bulimia nervosa, contudo, usualmente, a abordagem é dividida em duas fases: a educacional, cujas principais metas são a regularização do hábito alimentar e o aumento do conhecimento nutricional, e a experimental, que visa a propiciar maior reabilitação nutricional e mudanças mais profundas no comportamento alimentar. As evidências existentes sugerem que o tratamento nutricional promove a melhora de tais parâmetros, porém, alguns comportamentos alimentares, como a sensação de incompetência ao lidar com os alimentos, permanecem. Desta forma, mais estudos são necessários para que se possa de fato avaliar a eficácia da abordagem nutricional.Patients with eating disorders have disturbed food intake, food pattern, food behavior, and mistaken beliefs about food and nutrition, which can worsen nutritional status. The nutritional treatment aims to revert such alterations and to promote better food habits and relationship with food. The objectives and characteristics of the treatment are different for anorexia nervosa and bulimia nervosa, but usually the approach has two phases: the educational phase, whose major goals are regularization of food habits and increase of nutrition knowledge; and the experimental phase, whose targets are better nutritional rehabilitation and more complex improvements of nutritional behavior. Evidence suggests that nutritional treatment can ameliorate such parameters, but some inadequate food behaviors remain, such as feeling of incompetence while dealing with

  9. Impacto do DSM-5 no diagnóstico de transtornos de aprendizagem em crianças e adolescentes com TDAH: um estudo de prevalência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Vargas Dorneles

    2014-12-01

    Full Text Available Estudos de prevalência de Transtornos de Aprendizagem (TA em crianças e adolescentes com TDAH apresentam resultados não conclusivos, apesar da frequente comorbidade entre as síndromes. Esse artigo descreve e analisa a prevalência de TA em uma amostra referida de 270 crianças e adolescentes com TDAH atendidas no Programa de Transtornos de Déficit de Atenção/Hiperatividade/Hospital de Clínicas de Porto Alegre - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ProDAH/HCPA-UFRGS, de acordo com os critérios diagnósticos do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais IV - versão revisada (DSM-IV-TR. Verificou-se que 46,7% dos estudantes apresentam, pelo menos, um TA, sendo o Transtorno da Expressão Escrita o mais frequente (32,6%. Discutiu-se o potencial impacto das mudanças nos critérios diagnósticos para os TA, propostas pelo DSM-5 na prevalência desses transtornos. Embora seja possível afirmar que ocorrerão alterações nas taxas de prevalência de TA, o impacto do DSM-5 sobre a prevalência, especificidade e comorbidade do TA permanece incerto, já que há mudanças que ampliarão a abrangência dos critérios de inclusão e outras que a reduzirão.

  10. Afasia global sem hemiparesia: AVC ou transtorno conversivo?

    OpenAIRE

    Negreiros,Daniel Philippi de; Fregni,Felipe; Scalco,Andréia Zavaloni

    2007-01-01

    CONTEXTO: A realização de diagnóstico neurológico e psiquiátrico em ambiente de emergência hospitalar com freqüência é uma tarefa complexa e exige colaboração interdisciplinar. Um dos diagnósticos diferenciais de doenças neurológicas é o transtorno conversivo, cuja característica principal é a presença de sintomas afetando funções motoras ou sensoriais, que sugerem desordem clínica ou neurológica, porém sem doença orgânica subjacente que explique o quadro. RELATO DE CASO: Os autores relatam o...

  11. Psiconeuroendocrinologia do transtorno de estresse pós-traumático Psychoneuroendocrinology of posttraumatic stress disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Elena Ruiz

    2007-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Os autores realizaram uma revisão tradicional da literatura sobre os achados neurobiológicos das disfunções do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal associados ao transtorno de estresse pós-traumático. MÉTODO: Os achados científicos relevantes foram descritos de acordo com a ordem cronológica de publicação e as características dos estudos, se eram pré-clínicos, relacio-nados à violência precoce como fator de risco e, finalmente, achados clínicos em pacientes portadores de transtorno de estresse pós-traumático. RESULTADOS: Foi encontrada uma literatura rica de achados a respeito de disfunções do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal e transtorno de estresse pós-traumático. Os achados mostraram que o transtorno de estresse pós-traumático está associado a disfunções deste eixo e de estruturas cerebrais como o córtex pré-frontal, hipocampo e amídala. Os pacientes com transtorno de estresse pós-traumático apresentam um aumento da responsividade dos receptores de glicocorticóides, sugerindo que a inibição do feedback negativo tem um papel importante na fisiopatologia do quadro. Estudos pré-clínicos com modelos animais de deprivação maternal evidenciaram que, dependendo de quando o trauma ocorre, a disfunção do eixo será diferente. Os estudos clínicos mostram que o estresse precoce está relacionado ao desenvolvimento de psicopatologia durante a vida adulta. CONCLUSÕES: As disfunções do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal relacionadas ao transtorno de estresse pós-traumático são evidências robustas e os mecanismos subjacentes a ele são cada vez mais compreendidos.OBJECTIVE: To review the literature on neurobiological findings related to hypothalamic-pituitary-adrenal axis dysfunctions associated with posttraumatic stress disorder. METHOD: The relevant scientific findings were described according to the date of publication and the characteristics of the studies: preclinical studies, studies on

  12. Construção de um software educativo sobre transtornos da personalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadja Cristiane Lappann Botti

    2011-12-01

    Full Text Available O estudo objetivou relatar a experiência da construção de um software educativo na área da saúde mental. O software foi desenvolvido visando capacitar o estudante de enfermagem a identificar os principais transtornos da personalidade. Nesse processo, aplicou-se o referencial pedagógico de Vygotsky e o referencial teórico dos critérios diagnósticos definidos pelo DSM-IV. A partir destes referenciais identificaram-se transtornos da personalidade em personagens de histórias e/ou filmes infantis. Para desenvolvimento do software construiu-se banco de multimídias com dados gráficos, sonoros e explicativos. O software desenvolvido foi um jogo educativo do tipo quiz composto por perguntas com níveis crescentes de dificuldade. O software foi desenvolvido no programa Microsoft PowerPoint Office 2007. Este programa com seus mecanismos de botões de ação e hiperlink possibilitam configurar ações. Acredita-se na validade desta estratégia para o ensino-aprendizagem de conteúdos relativos à área da Enfermagem em Saúde Mental.

  13. Imagem corporal e transtornos alimentares em atletas adolescentes: uma revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi realizar uma revisão da literatura sobre os temas "Imagem corporal" e "Transtornos alimentares na população de atletas adolescentes". Foram realizadas buscas eletrônicas nas seguintes bases de dados: "Web of Science", "SciELO", "Scopus", "Pubmed", "Medline", e "Lilacs". Como descritores, utilizaram-se os termos "body image" e "eating disorders", indexados no sistema de Descritores em Ciência da Saúde (DeCs/MeSH, e também os termos associados "body dissatisfaction", "athletes", "adolescence" e "teenager". O período compreendido pelas buscas foi de 2002 a 2012. Os resultados evidenciaram a existência de centenas de investigações sobre os temas na população adolescente, mas foram escolhidas somente as pesquisas no contexto esportivo. Os achados demonstraram algumas controvérsias. De qualquer forma, acredita-se que exista associação entre imagem corporal e transtornos alimentares em atletas, porém é necessário desenvolver pesquisas neste campo para responder a tais dúvidas, por isso são incentivadas pesquisas com estas variáveis.

  14. Risco para transtornos alimentares em escolares de Salvador, Bahia, e a dimensão raça/cor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane de Jesus Bittencourt

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a existência de fatores de risco associados aos transtornos alimentares em escolares da cidade de Salvador, Bahia, por meio da dimensão étnico-racial como fator de heterogeneidade. MÉTODOS: Os participantes da pesquisa são escolares do sexo feminino, na faixa etária entre 15 e 30 anos, residentes na cidade de Salvador, no Estado da Bahia. Foram investigadas 626 estudantes, selecionadas em instituições públicas e privadas de ensino médio e universitário. Utilizaram-se o Eating Atittude Test-26, o Body Shape Questionnaire e o Beck Depression Inventory como instrumentos de identificação de risco para os transtornos alimentares. A classificação étnico-racial se deu por autodeclaração, de acordo com as categorias do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foram realizadas análises descritivas, bivariadas (χ2 de Pearson e regressão logística multivariada para análise dos dados. RESULTADOS: As estudantes que se identificaram como amarelas ou indígenas têm 3,6 vezes mais chances de desenvolverem comportamentos alimentares desordenados e 4,8 vezes mais possibilidade de estarem insatisfeitas com sua imagem corporal. As pardas apresentam 2,5 vezes mais risco para essa insatisfação. A depressão é uma comorbidade que deve ser considerada, apesar de não estar associada significativamente à raça/cor. CONCLUSÃO: As mulheres não brancas em Salvador apresentam risco de desenvolver transtornos alimentares. Outros estudos que combinam métodos quantitativos e qualitativos podem permitir uma análise mais robusta quanto à relação entre transtornos alimentares e raça/cor e etnia.

  15. Tratamento do transtorno de ansiedade social em crianças e adolescentes Treatment of social anxiety disorder in children and adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Isolan

    2007-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Transtorno de ansiedade social é um transtorno incapacitante e altamente prevalente em crianças e adolescentes ao longo da vida, de acordo com os critérios do DSM-IV, variando de 0,7% a 3,5%. Se não tratado, pode interferir no funcionamento emocional, social e escolar. OBJETIVOS: Avaliar a evidência atual para a eficácia e efetividade de intervenções farmacológicas e psicoterápicas no tratamento do transtorno de ansiedade social na infância e na adolescência. MÉTODOS: Pesquisas foram realizadas por meio do PubMed, Lilacs, PsycINFO e Cochrane Library até agosto de 2006 usando os termos "social anxiety disorder" OR "social phobia" AND "child*" AND "adolesc*". RESULTADOS: Várias modalidades de tratamento, incluindo tratamentos psicoterápicos e farmacológicos, têm sido propostas para o tratamento desse transtorno. Terapia cognitivo-comportamental e farmacoterapia, principalmente com inibidores seletivos da recaptação de serotonina, são o tratamento de escolha para o transtorno de ansiedade social nessa idade. CONCLUSÕES: Embora vários tratamentos tenham sido propostos, estudos adicionais são necessários para melhorar os desfechos em crianças e adolescentes afetados com transtorno de ansiedade social.BACKGROUND: Social anxiety disorder is a debilitating, highly prevalent disorder in children and adolescents with lifetime prevalence rates, according to DSM-IV criteria, ranging from 0.7% to 3.5%. If left untreated, it can interfere with emotional, social, and school functioning. OBJECTIVE: To evaluate the current evidence for efficacy and effectiveness of pharmacological and psychotherapeutic interventions in the treatment of social anxiety disorder in children and adolescents. METHODS: Searches were undertaken through PubMed, Lilacs, PsycINFO and Cochrane Library until august 2006, using the terms "social anxiety disorder" OR "social phobia" AND "child*" AND "adolesc*". RESULTS: Several treatment modalities

  16. Homocisteína e transtornos psiquiátricos Homocysteine and neuropsychiatric disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Perminder Sachdev

    2004-03-01

    Full Text Available O autor apresenta uma visão geral da literatura atual sobre homocisteína como um fator de risco para os transtornos neuropsiquiátricos. Foram pesquisados os bancos de dados MEDLINE, Current Contents e EMBASE (entre 1966 e 2002 para publicações em língua inglesa utilizando as palavras-chave ''Homocisteína'' e ''AVC''; ''Doença de Alzheimer''; ''Déficit Cognitivo'', ''Epilepsia'', ''Depressão'' ou ''Doença de Parkinson''. Artigos individuais foram pesquisados para referências cruzadas relevantes. É biologicamente plausível que altos níveis de homocisteína possam causar lesão cerebral e transtornos neuropsiquiátricos. A homocisteína é pró-aterogênica e pró-trombótica. Dessa forma, aumenta o risco de acidente vascular cerebral, podendo ter um efeito neurotóxico direto. Evidências de que a homocisteína seja um fator de risco para doença microvascular cerebral são conflitantes, mas justificam maiores estudos. Estudos transversais e alguns longitudinais suportam a crescente prevalência de acidente vascular cerebral e demência vascular em indivíduos com hiper-homocisteinemia. As evidências de crescente neurodegeneração estão se acumulando. A relação com a depressão ainda é experimental, da mesma forma como com a epilepsia. Atualmente, estudos sobre tratamentos são necessários para colocar as evidências sobre bases mais sólidas. Os pacientes de alto risco também devem ser pesquisados para hiper-homocisteínemia, cujo tratamento deve ser feito com ácido fólico. Mais evidências são necessárias antes que pesquisas populacionais possam ser recomendadas.The author presents an overview of the current literature on homocysteine as a risk factor for neuropsychiatric disorders. The databases MEDLINE, Current Contents and EMBASE were searched (between 1966 and 2002 for English language publications with the key words 'Homocysteine' and 'Stroke'; 'Alzheimer Disease'; 'Cognitive Impairment'; 'Epilepsy'; 'Depression

  17. Assistência em saúde mental sustentada no modelo psicossocial: narrativas de familiares e pessoas com transtorno mental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia de Oliveira Borba

    2012-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi realizada com o método da história oral temática e desenvolvida no ano de 2009, em Curitiba, com oito colaboradores pertencentes a três famílias que tinham um integrante com transtorno mental. O objetivo do estudo foi descrever a percepção de familiares e de portadores de transtorno mental sobre a assistência em saúde mental sustentada no modelo psicossocial. Os dados foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada, analisados e apresentados de maneira descritiva. Os colaboradores consideraram os serviços extra-hospitalares, como o Centro de Atenção Psicossocial e os ambulatórios de saúde mental, estratégias inovadoras, e mencionaram o atendimento por equipe multiprofissional, a mediação de conflitos familiares e o princípio de territorialidade. Destacaram o acompanhamento do portador de transtorno mental pela Unidade Básica de Saúde e ressaltaram a importância das associações na rede de saúde mental. Atribuíram à inclusão da família no tratamento a melhora na relação familiar e a aceitação da doença.

  18. Depression, alcohol use disorders and nicotine dependence among patients at a general hospital Depressão, transtornos decorrentes do uso de álcool e dependência de nicotina no hospital geral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neury José Botega

    2010-09-01

    perfis de pacientes associados a depressão, transtornos por uso de álcool e dependência de nicotina em indivíduos internados em um hospital geral universitário. MÉTODO: 4.352 pacientes internados consecutivamente foram avaliados pelas escalas Hospital Anxiety and Depression e Alcohol use Disorder Identification Test. Eles também foram questionados sobre uso diário de cigarros ao longo do último mês. Análises de regressão logística múltipla foram realizadas. RESULTADOS: 56,6% eram de sexo masculino, e a média de idade foi de 49,3 anos. As taxas de prevalência de depressão, transtornos por uso de álcool e dependência de nicotina foram, respectivamente, 14%, 9,8% e 16,9%. Na análise multivariada, depressão associou-se a tentativa prévia de suicídio (OR = 8,7, menor escolaridade (3,6, uso prévio de psicofármacos (3,1, câncer (1,7 e dor (1,7. Transtornos por uso de álcool associaram-se a sexo masculino (OR = 6,3, tabagismo (3,5, internação por uma causa externa (2,4, notadamente acidentes automobilísticos, e tentativa prévia de suicídio (2,3. A dependência de nicotina associou-se a transtornos por uso de álcool (OR = 3,4, idade adulta jovem (2,3, viuvez (2,2 e tentativa prévia de suicídio (1,8. CONCLUSÃO: Esta é a maior amostra de pacientes clínicos e cirúrgicos, internados num hospital geral brasileiro, avaliados com instrumentos padronizados. Houve considerável prevalência de transtornos mentais, e os respectivos perfis dos pacientes enfatizam a necessidade de se desenvolver métodos mais eficientes de detecção e de manejo desses transtornos. A internação hospitalar deveria ser tomada como um marco na vida de uma pessoa, a partir do qual se detecta um transtorno psiquiátrico e estratégias específicas de tratamento são implementadas.

  19. Estresse em cuidadores de crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade = Stress in caregivers of children with attention-deficit hyperactivity disorder = Estrés en cuidadores de niños con trastorno del déficit de atención e hiperactividad

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Faria, Ana Maria Del Bianco

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o estresse, auto-percepção de estresse e de fatores estressantes em cuidadores de crianças com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH. Participaram 40 cuidadores, divididos em: Grupo clínico (G1 – 20 cuidadores de crianças diagnosticadas com TDAH; Grupo de comparação (G2 – 20 cuidadores de crianças sem TDAH. Utilizaram-se os instrumentos: Questionário de Capacidades e Dificuldades, Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp, Questionário de Auto-Percepção de estresse. Os resultados apontaram percentual de cuidadores com indicadores de estresse significativamente maior no G1 do que encontrado no G2 (p=0,001. No G1 houve maior percepção de estresse no convívio com a criança (p<0,001, no cuidado com a criança (p<0,001 e maior percepção de estresse (p=0,003 quando comparados ao G2. Destaca-se a necessidade de cuidado ao cuidador, pois a vivência de estresse afeta a qualidade de vida, bem como a relação e o vínculo entre este e a criança

  20. Uso e conhecimento ortográfico no transtorno específico da leitura Orthographic knowledge and use in children with dyslexia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Siqueira Dias

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar como escolares com Transtorno Específico de Leitura (TLE aplicam em suas escritas a regra de correspondência fono-grafêmica independente do contexto e como identificam e analisam os erros que produzem na escrita, segundo as variáveis: freqüência de aparecimento do item lingüístico e a série do escolar. MÉTODOS: Foram analisados e comparados os erros de escrita obtida a partir de ditado de palavras de alta e baixa freqüência e pseudopalavras, de escolares de 1ª a 4ª série da rede particular de ensino fundamental. Avaliaram-se 56 escolares: 28 com TLE constituíram o grupo pesquisa e 28 sem queixas ou alterações, pareados por idade, sexo e série, o grupo de comparação. Justificativas dos erros e acertos de escrita foram gravadas e comparadas. RESULTADOS: Os escolares do grupo pesquisa mostraram pior desempenho quando comparados com o de comparação. Além disso, observou-se diminuição dos erros, conforme a progressão da escolaridade, principalmente na escrita de palavras de alta freqüência. Os escolares do grupo pesquisa apresentaram maior dificuldade em analisar os itens lingüísticos escritos e reconhecer as escritas corretas. CONCLUSÕES: As crianças com transtorno específico de leitura apresentaram maior dificuldade em escrever e analisar a escrita de ortografia transparente. O efeito da freqüência do item lingüístico facilitou a identificação do erro. Nesse grupo de escolares os erros diminuíram com a progressão das séries e variaram conforme o item lingüístico.PURPOSE: To investigate how children with dyslexia use the phonographemic correspondence rule in their writing regardless of context and how they identify and analyze their writing mistakes according to the variables: frequency of occurrence of the linguistic item and school grade. METHODS: The writing errors observed on a task of dictation of high- and low-frequency words and pseudowords were analyzes and compared. Fifty

  1. Efeitos tardios do bullying e transtorno de estresse pós-traumático: uma revisão crítica Long term effects of bullying and posttraumatic stress disorder: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paloma Pegolo de Albuquerque

    2013-03-01

    Full Text Available O Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT é considerado o principal transtorno psiquiátrico associado à violência. A fim de analisar a possível relação entre bullying e o desenvolvimento tardio de sintomas de TEPT, o objetivo do presente trabalho foi o de identificar e organizar a produção cientifica da área. Para tanto, foi realizada uma revisão bibliográfica na literatura considerando livros e artigos publicados, bem como pesquisa eletrônica em bases de dados. A análise das pesquisas encontradas indicou que, apesar de os resultados apontarem uma relação entre TEPT e bullying, tanto na infância quanto a longo prazo, não há dados suficientes que explicitem como se dá essa relação. Contudo, há evidências de que alguns indivíduos que sofrem vitimização por bullying possam apresentar maior vulnerabilidade para desenvolver TEPT.Posttraumatic Stress Disorder (PTSD has been identified as the main psychiatric disorder associated with violence. This paper had the objective of identifying and organizing current scientific knowledge on long term effects on bullying and the development of PTSD. Thus, a literature review was conducted involving published books and papers on the topic, as well as an electronic database survey. Although studies indicate a relation between PTSD and bullying during childhood and later, there is a lack of research clarifying how this relationship occurs. There is evidence showing that some individuals who are victimized by bullying may present greater vulnerability to develop PTSD.

  2. Características, sintomas depressivos e fatores associados em mulheres encarceradas no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil Characteristics, depressive symptoms, and associated factors in incarcerated women in the State of Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Canazaro

    2010-07-01

    Full Text Available O estudo objetivou traçar o perfil, descrever as características sociodemográficas e clínicas da mulher prisioneira, além de verificar a prevalência de sintomas depressivos e de desesperança, uso, abuso e dependência de drogas e álcool. Participaram 287 mulheres de uma Penitenciária Feminina do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. O delineamento foi de um estudo quantitativo e transversal. Os achados mostram que o perfil caracteriza-se por ser solteira, jovem, ter no mínimo dois filhos, ter exercido atividades informais e geralmente de baixo status social e/ou econômico, possuir até o Ensino Fundamental incompleto. Foi encontrada alta prevalência de sintomas depressivos e uso, abuso e dependência de drogas, porém baixa prevalência de sintomas de desesperança. Diversos fatores, principalmente ligados à vida pregressa das participantes, foram associados significativamente com os sintomas depressivos.The study's objective was to describe the socio-demographic and clinical characteristics of women inmates and verify the prevalence of depressive symptoms and hopelessness and drug and alcohol use, abuse, and addiction. The sample included 287 inmates at a Women's Penitentiary in the State of Rio Grande do Sul, Brasil. The study design was quantitative and cross-sectional. According to the findings, the typical female inmate was single, young, had at least two children, had worked in the informal market, and had low social and/or economic status and incomplete primary schooling. There was a high prevalence of depressive symptoms and drug use, abuse, and addiction, but a low prevalence of symptoms of hopelessness. Various factors, especially linked to the participants' life history, were significantly associated with depressive symptoms.

  3. Marcadores periféricos e a fisiopatologia do transtorno bipolar

    OpenAIRE

    Pedro V. S. Magalhães; Gabriel R. Fries; Flávio Kapczinski

    2012-01-01

    INTRODUÇÃO: O entendimento da fisiopatologia do transtorno bipolar vem tendo avanços consistentes nos últimos anos. Um enfoque na relação entre carga alostática e alterações sistêmicas vem tomando corpo, com o objetivo de se entender a frequente progressão da doença. Proeminentes entre os mediadores periféricos têm sido as moléculas que poderiam ser amplamente agrupadas em neurotrofinas, marcadores de estresse oxidativo e marcadores inflamatórios. OBJETIVO: Descrever achados recentes em relaç...

  4. Transtornos do espectro do autismo e educação inclusiva: análise de atitudes sociais de professores e alunos frente à inclusão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cláudia Brito

    2017-11-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever as atitudes sociais de professores e alunos que compõem o ambiente escolar de crianças com transtornos do espectro do autismo, acerca da inclusão. Participaram 73 educadores e 116 alunos, de quatro escolas públicas, sendo duas escolas sem experiência de educação inclusiva e duas escolas com crianças com transtornos do espectro do autismo, de 5º. ano, gênero masculino, 10 anos de idade. Foram utilizadas com as duas crianças com transtornos do espectro do autismo provas de avaliação de linguagem e de comportamentos. Para verificar as atitudes sociais dos professores, empregou-se a Escala Likert de Atitudes Sociais em relação à Inclusão e dos alunos a Escala Infantil de Atitudes Sociais. Os resultados mostraram que não houve diferenças nas atitudes sociais dos professores, e que as atitudes sociais expressas pelos colegas da criança com transtornos do espectro do autismo de quadro clínico menos severo foram mais positivas do que as dos outros três grupos.

  5. Identificação precoce do Transtorno do Espectro Autista por meio da Puericultura em uma Unidade Básica de Saúde

    OpenAIRE

    Murari, Silvia Cristiane

    2014-01-01

    O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um transtorno sem etiologia definida. As variáveis que o determinam relacionam-se com a história de vida da criança, principalmente, intercorrências médicas e das interações sociais. O grau de seu comprometimento depende, em parte, do quão precocemente os primeiros sinais de seu desenvolvimento são detectados e de a criança ser encaminhada, o quanto antes, para tratamento adequado. Os primeiros profissionais a terem contado com a criança...

  6. Peripheral chemokine levels in women with recurrent major depression with suicidal ideation Níveis periféricos de quimiocina em mulheres com depressão maior com ideação suicida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Grassi-Oliveira

    2012-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To compare serum levels of MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5, and Eotaxin/CCL11 between female patients with recurrent major depressive disorder (MDD and healthy controls, verifying if there is a difference in the levels of these mediators between those with or without current suicidal ideation. METHODS: Thirty female outpatients with recurrent MDD were divided in two groups accordingly the presence or absence of suicidal ideation. These groups were compared with 16 healthy controls. Serum levels of MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5, and Eotaxin/CCL11 were determined. Depression severity was evaluated by Beck Depression Inventory (BDI. Suicidal ideation was assessed by SCID-I and BDI. RESULTS: Patients with recurrent MDD and healthy controls did not differ in age, socioeconomic status, and education. All patients reported high scores of BDI (mean, SD, n; 29.75, 10.55, 28. Multivariable analysis of covariance adjusted for age and BMI showed that MDD patients with suicidal ideation presented lower levels of MCP-1/ CCL2 and RANTES/CCL5 (p OBJETIVO: Comparar os níveis séricos de MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5 e Eotaxin/CCL11 entre pacientes do sexo feminino com transtorno depressivo maior (TDM recorrente e controles saudáveis, verificando se há diferença nos níveis desses mediadores entre os indivíduos com ou sem ideação suicida. MÉTODOS: Trinta pacientes do sexo feminino com TDM recorrente foram divididas em dois grupos de acordo com a presença ou ausência de ideação suicida. Esses grupos foram comparados com 16 controles saudáveis. Os níveis séricos de MCP-1/CCL2, RANTES/CCL5 e Eotaxin/CCL11 foram determinados. A gravidade da depressão foi avaliada usando o Beck Depression Inventory (BDI e a ideação suicida foi avaliada usando o SCID-I e o BDI. RESULTADOS: As pacientes com TDM recorrente e os controles saudáveis não diferiram em idade, status socioeconômico e educação. Todas as pacientes relataram altas pontuações no BDI (média, SD, n

  7. Anxiety disorders in an attention-deficit/hyperactivity disorder clinical sample Transtorno de ansiedade em amostra de pacientes com déficit de atenção e hiperatividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabella Souza

    2005-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of anxiety disorders in a clinical referred sample of children and adolescents with attention deficit/hyperactivity disorder (ADHD. METHOD: 78 children and adolescents with ADHD according to DSM-IV criteria were investigated with a semi-structured interview (P-CHIPS, complemented by clinical interviews with the children or adolescents and their parents. Their IQ was calculated with neuropsychological testing. RESULTS: A high prevalence of anxiety disorders (23.05% was found in the sample. Generalized anxiety disorder was the most prevalent disorder (12,8%, followed by social phobia (3,84% and separation anxiety disorder (3,8%. Two children showed more than one anxiety disorder. CONCLUSION: Children and adolescents with ADHD seem to be more prone to have comorbid anxiety disorders, at least in clinical samples referred to specialized units.OBJETIVO: Avaliar a presença de transtornos de ansiedade numa amostra clínica referida de crianças e adolescentes com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH. MÉTODO: 78 crianças com TDAH de acordo com os critérios da DSM-IV foram avaliadas através de entrevista semi-estruturada (P-CHIPS, complementada por consultas clínicas com os pacientes e seus pais, além de avaliação de QI através de exame neuropsicológico. RESULTADOS: Elevada prevalência de transtornos de ansiedade (23,05% foi encontrada na amostra. O transtorno de ansiedade generalizada foi o mais prevalente (12,8%, seguido pela fobia social (3,84% e ansiedade de separação (3,8%. Duas crianças apresentavam mais de um transtorno de ansiedade. CONCLUSÃO: Crianças e adolescentes com TDAH de amostras clínicas referidas para serviços especializados parecem apresentar mais transtornos de ansiedade comórbidos.

  8. Transtorno de estresse pós-traumático em vítimas de acidentes rodoviários graves: análise de fatores preditores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Sofia Fernandes Pires

    2013-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Os acidentes rodoviários são acontecimentos potencialmente traumáticos que podem originar transtornos psicológicos, designadamente transtorno de estresse pós-traumático (TEPT. Os estudos são controversos quanto ao poder preditivo da dissociação peritraumática e os sintomas de transtorno de estresse agudo (TEA para predizer TEPT, mas referem que as mulheres reportam mais sintomas de transtorno pós-exposição traumática. OBJETIVO: Analisar o contributo da dissociação peritraumática, dos sintomas de TEA e do gênero para predizer TEPT quatro meses após o acidente. MÉTODO: Cento e vinte e quatro homens e mulheres, vítimas de acidentes graves, avaliados no hospital (t1 e reavaliados quatro meses depois (t2. RESULTADOS: Entre os participantes, 64,5% apresentam TEA (t1 e 58,9%, TEPT (t2. Os sintomas de dissociação peritraumática e TEA correlacionam-se positivamente com os sintomas de TEPT. As mulheres reportam mais dissociação peritraumática, TEA e TEPT. A dissociação peritraumática, o TEA e o gênero (feminino explicam 26,8% da variância de TEPT, sendo o contributo do gênero marginalmente significativo. CONCLUSÕES: O número de vítimas com sintomas de TEPT após acidente grave é elevado e os sintomas peritraumáticos são preditores de TEPT, sugerindo a necessidade de considerar os sintomas iniciais na prevenção de transtorno posterior.

  9. Transtorno da expressão emocional involuntária Involuntary emotional expression disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helga Cristina Santos Sartori

    2008-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O transtorno da expressão emocional involuntária (involuntary emotional expression disorder ou IEED consiste em um transtorno do afeto, caracterizado por uma dificuldade em controlar a expressão emocional, que se apresenta por episódios breves e estereotipados de riso e/ou choro incontroláveis. Pode estar relacionado a diversas patologias encefálicas, em variadas localizações anatômicas. OBJETIVOS: Revisar aspectos clínicos, epidemiológicos e fisiopatológicos envolvidos no transtorno da expressão emocional involuntária e apresentar as opções atuais e futuras na abordagem terapêutica. MÉTODOS: Pesquisa de base de dados MEDLINE/PUBMED e LILACS utilizando os termos transtorno da expressão emocional involuntária, afeto pseudobulbar, riso e choro patológicos, acidente vascular cerebral, doença de Alzheimer, esclerose múltipla, esclerose lateral amiotrófica. RESULTADOS: No trantorno da expressão emocional involuntária, as crises de choro e/ou riso, além de serem incontroláveis, tendem a ser desproporcionais ao estímulo recebido, podendo estar completamente dissociada do estado de humor do paciente ou mesmo ser contraditória ao contexto no qual o estímulo está inserido. Outros termos são usados na nosografia desse transtorno, como afeto pseudobulbar, riso e choro patológicos, labilidade emocional, emocionalismo e desregulação emocional. Termos como choro forçado, choro involuntário, emocionalidade patológica e incontinência emocional também têm sido utilizados com menor freqüência. Os mecanismos fisiopatológicos específicos envolvidos nesse transtorno ainda não estão bem esclarecidos. Lesões que podem causá-lo estão amplamente distribuídas no encéfalo, mas parecem envolver o lobo frontal, o sistema límbico, o tronco cerebral e o cerebelo, assim como a substância branca que interconecta essa rede. Seu principal diagnóstico diferencial é a depressão. As terapias farmacológicas hoje

  10. Transtorno desafiador de oposição: uma revisão de correlatos neurobiológicos e ambientais, comorbidades, tratamento e prognóstico Oppositional defiant disorder: a review of neurobiological and environmental correlates, comorbidities, treatment and prognosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonia Serra-Pinheiro

    2004-12-01

    Full Text Available Transtorno desafiador de oposição (TDO é uma entidade diagnóstica independente, mas é freqüentemente estudada em conjunto com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH ou com transtorno de conduta (TC. O objetivo deste artigo é o de fazer uma revisão das evidências existentes, obtidas por meio da base de dados PubMed, sobre achados neurobiológicos no transtorno desafiador de oposição, funcionamento familiar e escolar, comorbidades, prognóstico e opções terapêuticas para transtorno desafiador de oposição. A evidência de correlatos hormonais, genéticos e neurofuncionais de transtorno desafiador de oposição, a conexão com a família, as relações e desempenho escolares, a associação com transtornos do humor, ansiosos e disruptivos, o risco de evolução para transtorno de conduta e de persistência de sintomas de transtorno desafiador de oposição são descritos. Uma revisão do efeito da Terapia Cognitivo-Comportamental e tratamento farmacológico é apresentada. A análise das evidências disponíveis mostra que o impacto de transtorno desafiador de oposição não deve ser ignorado e que o transtorno desafiador de oposição deve ser devidamente abordado. O impacto do tratamento de transtorno desafiador de oposição no prognóstico de longo prazo dos pacientes ainda precisa ser determinado.Oppositional defiant disorder (ODD is an independent diagnostic entity but it is frequently studied in conjunction with Attention-Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD or Conduct Disorder (CD. The purpose of this paper is to review the extant evidence, through the PubMed database, on the neurobiological correlates of oppositional defiant disorder and also describe the familiar and school functioning, comorbidities, prognosis and therapeutic options for oppositional defiant disorder. Evidence of hormonal, genetic and neurofunctional findings in oppositional defiant disorder, correlation with the family, school relations

  11. Sexualidade e Transtorno do Espectro Autista: relatos de familiares

    OpenAIRE

    Vieira, Ana Carla [UNESP

    2016-01-01

    A educação sexual é um processo contínuo por meio do qual se aprende sobre aspectos da sexualidade; uma dimensão ampla e complexa que se desenvolve ao longo da vida das pessoas em suas interações com elementos sociais, culturais, econômicos, históricos e biológicos. Pessoas com deficiências como o Transtorno do Espectro Autista ou Síndrome de Asperger (TEA/SA) são comumente infantilizadas e a expressão de sua sexualidade é permeada de mitos. Além disso, geralmente não recebem educação sexual,...

  12. Transtorno afetivo bipolar na infância e na adolescência Bipolar disorder in childhood and adolescence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lee Fu-I

    2004-10-01

    Full Text Available Os conhecimentos sobre transtorno afetivo bipolar com início na infância e na adolescência têm avançado muito nos últimos 15 anos. Atualmente, os esforços estão dirigidos para investigar o quadro clínico, para o desenvolvimento de instrumentos que auxiliam diagnóstico precoce e investigações de melhores formas de tratamentos de crianças e adolescentes portadores do transtorno. O presente texto tem objetivo de apresentar as principais características clínicas do transtorno em crianças e adolescentes, assim como as denominações, as descrições de tipos clínicos e do padrão de ciclagem mais comum da doença em jovens. Discussões sobre comorbidades, diagnóstico diferencial e avanço em tratamento farmacológico também serão apresentados.Many advances in the knowledge of childhood- and adolescent-onset bipolar disorder have been seen over the last 15 years. Current efforts focus on investigating clinical features, developing more instruments for early diagnosis and improving treatment research. The present study aims to present the main clinical characteristic of the disorder in children and adolescents, as well as the nomenclature, description of clinical phenotypes and the most common cycling pattern in youths. A discussion of comorbidity, differential diagnosis and advances in psychopharmacological treatment will also be presented.

  13. A review on predictors of treatment outcome in social anxiety disorder Uma revisão sobre fatores de predição de resposta ao tratamento no transtorno de ansiedade social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sara Costa Cabral Mululo

    2012-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: This article aims to review the clinical features and therapeutic characteristics that may predict treatment response in patients with social anxiety disorder (SAD. METHODS: A systematic review of trials identified through databases of ISI, Medline, PsycInfo, Cochrane, LILACS, Current Controlled Trials, and in references of previously selected articles published in English up to December 2010. In our literature search, we used the words prediction/predictors and social anxiety disorder or social phobia. RESULTS: Early onset, greater disease severity, comorbidity with other anxiety disorders (including generalized anxiety disorder and simple phobia, and high expectations about the role of the therapist emerged as potential predictors of less effective treatment in SAD. CONCLUSIONS: Knowledge of various clinical and treatment features may help professionals to predict possible responses to therapeutic interventions in patients with SAD. However, given the diversity of measures used to assess response, further studies should be performed with standardized methods to investigate the aspects related to treatment resistance in SAD.OBJETIVO: Este artigo tem por objetivo descrever as principais características clínicas e terapêuticas que possam predizer resposta ao tratamento em pacientes com transtorno de ansiedade social (TAS. MÉTODOS: Revisão sistemática de ensaios clínicos identificados através das bases de dados ISI, Medline, PsycInfo, Cochrane, LILACS, Current Controlled Trials e em referências bibliográficas de artigos previamente selecionados publicados em inglês até dezembro de 2010. As seguintes palavras-chave foram utilizadas em nossa busca bibliográfica: prediction/predictors e social anxiety disorder ou social phobia. RESULTADOS: Início precoce, maior gravidade da doença, comorbidade com outros transtornos de ansiedade (incluindo o transtorno de ansiedade generalizada e fobia simples e alta expectativa sobre o

  14. Transtornos alimentares e insatisfação com a imagem corporal em bailarinos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Dias Guimarães

    2014-07-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os transtornos alimentares (TA tornaram-se um problema relevante de saúde pública. Paralelamente a esse fato, observa-se aumento na frequência de problemas associados à percepção da imagem corporal. Esses transtornos alimentares são mais incidentes em praticantes de esportes que preconizam o baixo peso corporal, como o balé clássico. OBJETIVO: Determinar a prevalência de comportamentos de risco de transtornos alimentares e insatisfação com a imagem corporal em bailarinos adolescentes na cidade de São Luís, MA, Brasil. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 30 bailarinos clássicos, não profissionais de ambos os sexos, com idade de 15 a 19 anos. Para avaliação do comportamento de risco de anorexia nervosa, utilizou-se o teste de atitudes alimentares (EAT-26, e para o comportamento de risco de bulimia nervosa, o teste de investigação bulímica de Edimburgo (BITE. A imagem corporal foi avaliada por meio do questionário de imagem corporal (BSQ. RESULTADOS: A prevalência de comportamentos de risco de TA foi de 30,0% para anorexia nervosa, de acordo com o EAT-26 e, segundo a escala de sintomas do BITE, 40,0% apresentaram comportamento de risco de bulimia nervosa. Além disso, o BSQ identificou que 26,7% dos bailarinos estavam insatisfeitos com sua imagem. Analisando o comportamento de risco de TA e a insatisfação com a imagem corporal, por sexo, não houve diferença estatisticamente significante (p > 0,05. CONCLUSÃO: A alta incidência de insatisfação com a imagem corporal associada à grande prevalência de comportamentos de risco de TA encontrada neste estudo ratifica que a prática do balé parece ser um fator primordial para o aumento da suscetibilidade desses bailarinos desenvolverem TA.

  15. Wives of pathological gamblers: personality traits, depressive symptoms and social adjustment Esposas de jogadores patológicos: traços de personalidade, sintomas depressivos e ajustamento social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena B. Mazzoleni

    2009-12-01

    ões para permanecerem nesses relacionamentos tão opressivos. O objetivo foi examinar o ajustamento social, a personalidade e as emoções negativas das esposas de jogadores patológicos. Método: A amostra foi constituída por 25 esposas de jogadores patológicos, média de idade 40,6 anos (DP = 9,1, do Ambulatório de Jogadores Patológicos e do Jog-Anon, e 25 esposas de não jogadores, média de idade 40,8 anos (DP = 9,1, que responderam a anúncios colocados no complexo do hospital da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo. Foram selecionadas aquelas que apresentavam características demográficas próximas às das esposas de jogadores patológicos. Os sujeitos foram avaliados por meio da Escala de Ajustamento Social, do Inventário de Temperamento e Caráter, do Inventário de Depressão de Beck, e do Inventário de Ansiedade Traço-Estado. Resultados: Três variáveis permaneceram no modelo final da Análise de Regressão Logística Múltipla. Esposas de jogadores patológicos apresentaram maior insatisfação no relacionamento marital e escores mais altos nos fatores de temperamento Dependência de Gratificação e Persistência. Ambas, as esposas de jogadores patológicos e de não jogadores apresentaram fatores de caráter bem estruturados, excluindo transtornos de personalidade. Conclusão: Este perfil de personalidade pode explicar a resiliência emocional das esposas de jogadores patológicos e a longa duração de seus casamentos. Codependência e outros rótulos utilizados anteriormente para descrevê-las podem, de um lado, legitimar seus problemas e, de outro, estigmatizá-las como inaptas e carentes.

  16. Transtorno de humor bipolar: diversas apresentações de uma mesma doença Bipolar mood disorder: different occurrences of the same disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Audrey Regina Magalhães Braga

    2008-04-01

    Full Text Available O presente relato tem por objetivo acompanhar a evolução de um caso que se apresentou como mutismo seletivo e evoluiu para transtorno de humor bipolar e chamar atenção para a diversidade de sintomas possíveis no transtorno de humor. Em geral, o mutismo seletivo tem início na idade pré-escolar, porém os sintomas chamam mais atenção na idade escolar. A importância do diagnóstico e tratamento precoces reside na prevenção das complicações, tais como distúrbios no desenvolvimento social e acadêmico e na auto-estima, além da possibilidade de evolução para outros transtornos de ansiedade. O transtorno de humor bipolar é uma doença mental caracterizada por variações extremas no humor. Na criança, prejudica o crescimento emocional e seu desenvolvimento. É confundido com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e transtornos de comportamento, tais como transtorno de conduta e desafiador opositivo. A paciente do sexo feminino, quando avaliada, estava com 5 anos e 9 meses de idade. Concluiu-se o diagnóstico como mutismo seletivo. Foi indicada psicoterapia, com orientações aos pais e à escola, e iniciado o uso de inibidores seletivos de recaptação da serotonina, com boa resposta aos sintomas de ansiedade, mas passou a apresentar piora significativa do comportamento. Foi levantada a hipótese diagnóstica de transtorno de humor bipolar de início precoce. Medicada com estabilizador, apresentou adequação na terceira medicação e evolução satisfatória. O mutismo seletivo, considerado um transtorno de ansiedade na infância, pode ser pródromo para outros quadros psiquiátricos na infância. Há necessidade que os pediatras, médicos que primeiro acessam essas crianças, assim como os psiquiatras da infância, estejam atentos à riqueza de sintomas que pode dar seguimento ao quadro.The purpose of the present case report is to follow the evolution of a child who presented selective mutism and evolved into bipolar

  17. Personalidade e coping em pacientes com transtornos alimentares e obesidade Personality and coping in patients with eating disorders and obesity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Tomaz

    2009-01-01

    Full Text Available Este estudo avalia o uso diferencial de coping e traço de personalidade em pacientes com transtornos alimentares (anorexia, bulimia e TASOE e com obesidade e em população geral. Participam deste estudo 109 indivíduos (60 com diagnóstico de transtorno alimentar ou obesidade e 49 da população geral. Os instrumentos foram uma escala de traços de personalidade, Coping Response Inventory e Escala de Atitudes Alimentares (EAT. Observou-se diferença significativa nas médias de EAT por população demonstrando boa adequação deste instrumento como screening psicopatológico de transtornos alimentares. Ademais indivíduos que apresentam alto índice em neuroticismo e em descarga emocional, ao enfrentar seus problemas, possuem mais atitudes alimentares inadequadas refletidas pelo EAT (R=0.291, p=0.011. Os dados são discutidos através das teorias relacionadas aos cinco grandes traços da personalidade, coping, transtornos alimentares e obesidade.This study assesses the differential use of coping and personality trait of patients with eating disorders (anorexia, bulimia, and Eating Disorders Not Otherwise Specified - EDNOS, obesity as well as in subjects from the general population. 109 subjects participated in the study (60 with eating disorder or obesity diagnostics; 49 from the general population. The instruments were Personality Trait Scale, Coping Response Inventory and Eating Attitudes Scale (EAS. It was observed significant differences on EAS according to the type of population, demonstrating this instrument's adequacy as psychopathological screening for eating disorders. Moreover, individuals presenting high neuroticism and who discharge their emotion to cope with their problems have more inadequate eating attitudes as shown by EAS (R=0.291, p=0.011. These results are discussed through theories related to the Big Five personality traits, coping, eating disorders and obesity.

  18. Transtorno afetivo bipolar e a ambivalência em relação à terapia medicamentosa: analisando as condições causais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Inocenti Miasso

    2011-04-01

    Full Text Available Este estudo buscou compreender as condições causais da ambivalência da pessoa com transtorno afetivo bipolar (TAB em relação ao seguimento da terapêutica medicamentosa. Foi utilizada a abordagem qualitativa, tendo como referencial metodológico a Teoria Fundamentada nos Dados, à luz do Interacionismo Simbólico. Participaram do estudo 14 pessoas com TAB que estavam em acompanhamento em um Ambulatório de Transtornos do Humor de um hospital universitário e 14 familiares indicados pelas mesmas. A entrevista e observação foram as principais formas de obtenção de dados. Os resultados revelaram três categorias que descrevem as referidas condições causais: vivendo as crises do transtorno; tendo necessidade do medicamento e convivendo com os efeitos colaterais dos medicamentos. Este estudo aponta para necessidade de mudança de atitude dos profissionais de saúde de culpabilizar o paciente pela interrupção do tratamento para aquela de escuta, de valorização do seu universo simbólico e afetivo bem como de parceria no tratamento.

  19. Ameaças à Infância: do Trauma Psíquico ao Transtorno de Estresse Pós-Traumático

    OpenAIRE

    Silva, Flávia Cristina Amaro da

    2006-01-01

    Esta pesquisa é resultado da dissertação de mestrado em Psicologia Clínica no Núcleo de Psicossomática e Psicologia Hospitalar da PUC-SP, com referencial na teoria psicanalítica. O estudo teve como um primeiro objetivo a revisão de literatura do transtorno de estresse pós-traumático (TETP) na criança; como segundo, a revisão de literatura sobre a psicodinâmica da experiência do trauma na clínica psicanalítica e como terceiro objetivo, a compreensão da apresentação clínica do transtorno de est...

  20. Distonia primária e transtorno obsessivo-compulsivo Primary dystonia and obsessive-compulsive disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Machado Vilhena Dias

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Uma maior freqüência de transtorno obsessivo-compulsivo (TOC em pacientes com distonia primária vem sendo relatada na literatura. O objetivo deste trabalho é revisar os estudos que investigaram a associação entre TOC e distonia primária. MÉTODOS: Artigos que correlacionaram ambas as condições, incluindo estudos caso-controle, descritivos, relatos e série de casos, foram selecionados. As bases de dados avaliadas foram Medline e Lilacs. RESULTADOS: Foram encontrados 12 artigos, sendo 8 estudos caso-controle e 4 séries ou relatos de casos. Metade dos estudos caso-controle observou mais sintomas obsessivo-compulsivos nos pacientes com distonia em relação a controles, enquanto a outra metade não. CONCLUSÃO: Os resultados são conflitantes, não sendo possível estabelecer uma conclusão definitiva acerca da associação entre distonia e TOC.OBJECTIVE: Patients with primary dystonia have been reported to have a major incidence of obsessive-compulsive disorder (OCD. The objective of the present work is to review the studies that investigated the association between OCD and primary dystonia. METHODS: Articles that correlated both conditions, including case-control and descriptive studies as well as case-reports and series, were selected. Articles were searched on Medline and Lilacs. RESULTS: Twelve articles were found, and eight were case-control studies. In half of case-control studies, obsessive-compulsive symptoms were more common in patients with dystonia than controls, while in the other half there was no such a difference. CONCLUSION: As the results are controversial, definite conclusion regarding the association between dystonia and OCD cannot be established.

  1. Bipolar disorder and Premenstrual Syndrome or Premenstrual Dysphoric Disorder comorbidity: a systematic review Comorbidade entre o Transtorno Bipolar e Síndrome Pré-menstrual ou Transtorno Disfórico Pré-menstrual: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Carvalho Cirillo

    2012-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: This article aims to review the comorbidity of premenstrual syndrome (PMS or premenstrual dysphoric disorder (PMDD and bipolar disorder (BD, identify variables requiring further investigation and to remind physicians that special care is required for diagnosis and therapy. METHOD: A systematic review of articles published from 1987 to February 2012 was conducted in the Medline database with the following terms: (premenstrual syndrome OR premenstrual dysphoric disorder OR premenstrual AND (bipolar OR mania OR manic. Seventeen articles were analyzed. RESULTS: PMS and PMDD were most often comorbid among BD-II patients and vice versa. Moreover, patients with PMS or PMDD also have an increased risk of having BD-I. In addition, bipolar women susceptible to hormonal changes exhibit more severe symptoms, more frequent relapses and a worse therapeutic response. CONCLUSION: Future investigations should attempt to stabilize hormonal levels through the continuous use of contraceptives to target a reduction in symptom severity. In addition, psychiatrists should note menstrual period dates and compare symptom intensity between the luteal and follicular phases. Finally, PMS and PMDD patients should be studied separately.OBJETIVO: Esse artigo tem como objetivo revisar a comorbidade entre a Síndrome Pré-Menstrual (SPM ou Transtorno Disfórico Pré-Menstrual (TDPM e o Transtorno Bipolar (TB, identificar as variáveis que exigem uma investigação mais aprofundada e lembrar os médicos que as mulheres necessitam de cuidados especiais para diagnóstico e tratamento. MÉTODO: Foi realizada uma revisão sistemática de 1987 a fevereiro de 2012 através da base de dados Medline utilizando os seguintes descritores: (premenstrual syndrome OR premenstrual dysphoric disorder OR premenstrual AND (bipolar OR mania OR manic. Dezessete artigos foram analisados. RESULTADOS: Pacientes com SPM ou TDPM possuem comorbidade com TB-II com maior frequência e vice

  2. As interações entre os atores no retorno ao trabalho após afastamento por transtorno mental: uma metaetnografia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robson da Fonseca Neves

    2015-11-01

    Full Text Available Resumo Transtornos mentais repercutem no mundo do trabalho. Estudos sobre interações entre os atores envolvidos no retorno ao trabalho são raros. A metaetnografia presta-se a sintetizar estudos qualitativos através da interpretação e comparação contínua dos conceitos presentes nos artigos. Este estudo propõe uma metaetnografia sobre as interações entre os atores sociais envolvidos no processo de retorno ao trabalho após afastamento por transtornos mentais. Visa: (1 explorar as interações entre os atores sociais envolvidos no retorno ao trabalho; (2 identificar facilitadores ou obstáculos para o retorno ao trabalho. A busca nas bases de dados produziu 619 artigos dos quais 16 atenderam aos critérios de inclusão. A análise dos artigos revelou seis conceitos de segunda ordem que resultaram em duas sínteses. A primeira diz respeito ao ethos do desempenho no retorno ao trabalho e a segunda aponta para o retorno ao trabalho como catalizador de novos modos de vida. Modelos que privilegiam o ethos do desempenho do trabalhador, bem como uma perspectiva orientada por aspectos psicossociais podem facilitar as praticas de retorno ao trabalho após afastamento por transtornos mentais.

  3. Transtorno alimentar e construção de si no relacionamento profissional-usuário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Vilela e Souza

    2014-08-01

    Full Text Available O entendimento da Anorexia e Bulimia Nervosa como entidades psicopatológicas legitima algumas versões de si que se impõem aos usuários dos serviços de saúde. O objetivo deste estudo foi compreender de que maneira os diferentes posicionamentos das pessoas diagnosticadas com esses transtornos alimentares constrangem a construção de seus relacionamentos com os cuidadores profissionais. A perspectiva construcionista social fundamentou esta pesquisa. Usuários de um serviço de assistência em transtornos alimentares foram entrevistados individualmente. A análise do material mostrou como o diagnóstico cumpre papel fundamental e, por vezes, único na definição de quem é a pessoa atendida. O conceito do "ser relacional" foi ofertado para que os profissionais de saúde possam pensar a possibilidade de desenharem novos cenários relacionais com o usuário, de modo a incluir a noção de self como movimento, e não estabilidade.

  4. Histórias de Sucesso de Profissionais da Saúde no Tratamento dos Transtornos Alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Vilela e Souza

    Full Text Available O objetivo deste artigo é descrever as histórias de sucesso de profissionais de saúde no atendimento de pessoas diagnosticadas com transtornos alimentares, entendendo que essas narrativas criam contraponto aos sentidos mais amplamente propagados na literatura da área que qualificam negativamente esse relacionamento. Participaram seis profissionais de um serviço de assistência ambulatorial em anorexia e bulimia de um hospital-escola. As entrevistas abertas foram analisadas a partir do discurso construcionista social. Os sentidos realçados abordam a ressignificação do paciente considerado difícil, importância do foco na relação profissional-paciente e não nos sintomas dos transtornos, aprendizado do profissional com o paciente, proximidade afetiva nessa relação, busca de alternativas para o embate de verdades entre profissional e paciente, e a psicoterapia para o profissional como abertura para autoreflexividade no atendimento ao paciente. Esses sentidos convidam à transformação do que vai ser considerado melhora e como o profissional participa do seu alcance.

  5. Insatisfação corporal, prática de dietas e comportamentos de risco para transtornos alimentares em mães residentes em Santos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Baeza Scagliusi

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a insatisfação corporal, a prática de dietas e os comportamentos de risco para transtornos alimentares em uma amostra de mães residentes no município de Santos. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal, de base populacional, com 453 mães de filhos com até 10 anos de idade. As mães responderam ao Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26, à Escala de Figuras de Stunkard e a uma questão sobre a prática atual de dietas. RESULTADOS: Das mães, 29,9% apresentaram escore positivo para os comportamentos de risco para transtornos alimentares e 21,8% estavam fazendo dieta para emagrecer no momento da entrevista. No tocante à imagem corporal, 17,5% das mães estavam satisfeitas com o seu tamanho corporal, 71,5% gostariam de diminuir seu tamanho corporal e 11,0% gostariam de aumentá-lo. Os comportamentos de risco para transtornos alimentares foram mais frequentes nas mães insatisfeitas com seus tamanhos corporais (p < 0,0001. CONCLUSÃO: A maioria das mães investigadas estava insatisfeita com os seus tamanhos corporais. A frequência de mães que praticavam dietas ou tinham comportamentos de risco para transtornos alimentares foi similar ou superior aos demais estudos nacionais, conduzidos, em sua maioria, com populações consideradas de risco, como meninas adolescentes e jovens universitárias.

  6. Terapia cognitivo-comportamental dos transtornos alimentares Cognitive-behavioural therapy of eating disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Duchesne

    2002-12-01

    Full Text Available A terapia cognitivo-comportamental é uma intervenção breve, semi-estruturada e orientada para metas, que tem sido amplamente utilizada nos centros de pesquisa e tratamento de transtornos alimentares. O presente artigo tem por objetivo descrever as principais estratégias cognitivas e comportamentais utilizadas no tratamento ambulatorial dos transtornos alimentares. Vários ensaios clínicos avaliaram a eficácia da terapia cognitivo-comportamental, indicando que ela favorece a remissão ou diminuição da freqüência de episódios de compulsão alimentar, dos comportamentos purgativos e da restrição alimentar. Tem sido relatada também melhora do humor, do funcionamento social, e diminuição da preocupação com peso e formato corporal.The cognitive-behavioural therapy is a brief, semi-structured and goal oriented intervention, which has been largely used in research and treatment centers specialized on eating disorders. The present article describes the main cognitive and behavioral strategies used in the outpatient treatment of eating disorders. Several clinical studies assessed the effectiveness of cognitive-behavioural therapy, indicating the remission or the reduction of the frequency of binge eating episodes, purgative behaviours and food restriction. Social and mood improvement, as well as reduction of weight and body shape concerns, have also been reported.

  7. Avaliação de Transtornos da Personalidade em Moradores de Rua

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Maria Montiel

    Full Text Available Este estudo teve com objetivo comparar a prevalência de tendências de personalidade patológicas entre moradores de rua, comparando-as com outros grupos. Foram participantes do estudo três grupos agrupados em moradores de rua, psiquiátricos e não psiquiátricos (universitários. Foi instrumento de coleta de dados, o Inventário Dimensional dos Transtornos da Personalidade (IDTP. Este instrumento possibilitou uma avaliação do perfil das tendências dos transtornos da personalidade. Entre os resultados encontrados, destaca-se a elevação em determinadas escalas do IDTP, sugerindo uma tendência para desconfiança, impulsividade, necessidade de atenção e comportamentos excêntricos na amostra de moradores de rua. Como considerações, apesar de suas limitações quanto ao número de participantes restrito a uma região do país, e delineamento correlacional, que não permitem inferências causais mais seguras, considera-se a importância de novas investigações acerca do problema de saúde mental do morador de rua visando demarcar este campo de atuação de modo que novas políticas públicas baseadas em evidências possam ser traçadas para esta problemática.

  8. Diabetes e transtornos alimentares: uma associação de alto risco Diabetes and eating disorders: a high risk association

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Pinto de Azevedo

    2002-12-01

    Full Text Available O diabetes mellitus (DM é uma doença crônica que cursa com várias complicações clínicas e está entre as maiores causas de morbidade e mortalidade no Brasil. A presença de comorbidades psiquiátricas, principalmente depressão e transtornos alimentares (TA, no paciente diabético, pode interferir no controle metabólico e aumentar as complicações da doença. Entre os vários fatores na associação entre o DM e os TA, aspectos psicológicos relacionados ao DM, assim como restrições dietéticas, desempenham função importante na expressão de comportamentos alimentares inadequados nesta população. O objetivo do presente artigo é apresentar uma atualização sobre a associação entre o DM e os TA. Serão descritos dados sobre a epidemiologia, fatores de risco, aspectos clínicos, evolução e tratamento da comorbidade entre os TA (anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno da compulsão alimentar periódica e DM tipos 1 e 2. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado de um TA associado parece se correlacionar a um melhor prognóstico do DM.Diabetes mellitus (DM is a chronic illness that course with some clinical complications and it is one of frequent causes of morbidity and mortality in Brazil. The presence of psychiatric comorbidity can interfere in the metabolic control of diabetic pacients and increase the complications of this illness, mainly depression and eating disorders (ED. Some factors involveld in the association between DM and ED as psychological aspects related to DM, as well as dietary restriction, plays important role in the expression of inadequate alimentary behaviors in this population. The objective of this article is to present a review of the association between DM and ED. Thus, it will be described data on the epidemiology, risk factors, clinical aspects, course and treatment of comorbidity between ED (anorexia nervosa, bulimia nervosa and binge eating disorder and DM types 1 and 2. The early

  9. Diversidade de resultados no estudo do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Célia G. Oliveira

    Full Text Available Com este artigo pretende-se abordar a problemática da diversidade de dados na investigação do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH. Apresenta-se uma revisão da literatura centrada na heterogeneidade de conclusões relativas à caracterização do transtorno, à distinção dos subtipos, aos contextos de informação, às diferenças de gênero e à comorbidade. Na tentativa de compreender a disparidade de conclusões, salientam-se potenciais fatores explicativos, nomeadamente a heterogeneidade das amostras, a diversidade de metodologias e de procedimentos de investigação, entre outros. A revisão efetuada baseou-se, majoritariamente, em publicações referenciadas pelas bases de dados PsycInfo e ERIC, e, pontualmente, PubMed e Elsevier Direct.

  10. Afasia global sem hemiparesia: AVC ou transtorno conversivo? Global aphasia without hemiparesis: stroke or conversion disorder?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Philippi de Negreiros

    2007-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A realização de diagnóstico neurológico e psiquiátrico em ambiente de emergência hospitalar com freqüência é uma tarefa complexa e exige colaboração interdisciplinar. Um dos diagnósticos diferenciais de doenças neurológicas é o transtorno conversivo, cuja característica principal é a presença de sintomas afetando funções motoras ou sensoriais, que sugerem desordem clínica ou neurológica, porém sem doença orgânica subjacente que explique o quadro. RELATO DE CASO: Os autores relatam o caso de uma paciente de 23 anos com apresentação clínica atípica de acidente vascular cerebral, afasia global sem hemiparesia, que foi inicialmente diagnosticada como transtorno psiquiátrico pelo serviço de clínica médica de emergência. CONCLUSÃO: Certas apresentações neurológicas podem ser interpretadas como transtorno conversivo pelas similaridades clínicas entre as duas desordens, raridade do quadro clínico, pela presença de sintomatologia psiquiátrica e fatores psicossociais nos pacientes neurológicos. Mesmo com apresentações neurológicas atípicas e sintomas psiquiátricos, pacientes com quadro sugestivo de transtorno conversivo devem ser sempre investigados de forma interdisciplinar.BACKGROUND: The neurologic and psychiatric diagnosis in emergency settings are difficult tasks and require interdisciplinary effort. Conversion disorder is one of the differential diagnosis for certain neurologic disorders. The main characteristic is motor or sensory deficits suggesting neurologic or medical condition, but without organic disease that explains the symptoms. CASE REPORT: We present a 23 year-old-woman with an atypical clinical presentation of stroke: global aphasia without hemiparesis. This patient was initially diagnosed with conversion disorder by the internal medicine service in the emergency room. CONCLUSION: Some rare neurologic diseases can be interpreted as conversive disorders due to some reasons

  11. Transtornos mentais na gravidez e condições do recém-nascido: estudo longitudinal com gestantes assistidas na atenção básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daisy Oliveira Costa

    Full Text Available Resumo O objetivo do estudo foi verificar a presença e a associação entre diagnósticos prováveis de transtornos mentais em gestantes da atenção básica e condições dos recém-nascidos. Estudo longitudinal com gestantes (18 a 39 anos, no segundo e terceiro trimestres da gravidez, assistidas na atenção básica da região Metropolitana de São Paulo (fevereiro a agosto/2014. Foram aplicados: questionário sociodemográfico, instrumento para Avaliação de Transtornos Mentais na Atenção Primária e entrevista sobre informações e percepção do comportamento do recém-nascido. Das 300 gestantes entrevistadas, 76 apresentaram diagnóstico provável de transtorno mental, sendo que 46 apresentavam sintomas de depressão/distimia e 58, ansiedade/pânico. Observou-se baixo peso ao nascer e prematuridade em 14 e 19 dos recém-nascidos, respectivamente, e não foi verificada associação com diagnósticos prováveis de transtorno mental; a presença destes associou-se com a percepção materna de alterações no comportamento do recém-nascido. Gestantes em acompanhamento de pré-natal de baixo risco apresentam frequência relevante de transtornos mentais, logo, a identificação dessas alterações na gestação pode colaborar para melhor compreensão da dinâmica do binômio mãe-filho e na qualidade na assistência à família.

  12. Psychiatric disorders and psychiatric consultation in a general hospital: a case- control study Transtornos psiquiátricos e solicitações de interconsulta psiquiátrica em hospital geral: um estudo de caso controle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sumaia Inaty Smaira

    2003-03-01

    of possible patients and might be important for medical students to learn and use as generalists. Further research is needed to verify if and how the newly-established service will improve the diagnostic and treatment skills of our students.INTRODUÇÃO: A interconsulta psiquiátrica (ICP pode ser considerada um instrumento de pesquisa, ensino e assistência, que beneficia paciente, equipe de saúde e instituição. A sua utilização no Brasil é ainda pequena. Sabe-se que 30% a 50% dos pacientes internados em hospital geral (HG podem apresentar uma patologia psiquiátrica, mas que apenas 1% a 12% destes são encaminhados para avaliação. Pretendeu-se com este trabalho caracterizar os transtornos psiquiátricos no HG; identificar as diferenças entre pacientes encaminhados e um grupo controle. MÉTODO: Realizou-se um estudo caso-controle de 141 pacientes (47 casos e 94 controles, analisando variáveis sócio-demográficas, clínicas, informação quanto à doença, procedimentos diagnósticos e terapêuticos; e relação pacientes- equipe de saúde. Utilizou-se o Self Report Questionnaire (SRQ, o CAGE e o Brief Psychiatric Rating Scale (BPRS, além de um questionário elaborado para o estudo. RESULTADOS: Observou-se que alterações de comportamento com manifestações de exaltação e depressivas motivaram os pedidos de ICP; 95,8% dos casos e 27,7% dos controles receberam um diagnóstico psiquiátrico; transtornos orgânicos e alcoolismo prevaleceram no grupo I (casos, e os transtornos de ansiedade e transtornos depressivos no grupo II (controles. Pacientes do grupo controle estavam mais bem informados e estabeleceram relacionamentos mais adequados com a equipe de saúde que os casos. A regressão logística mostrou que pacientes com CAGE positivo têm 12,85 vezes mais chances de serem encaminhados para ICP; os sem ocupação 2,44 vezes; ou seja, alcoolismo e alterações cognitivas foram os principais responsáveis pelo encaminhamento à ICP. DISCUSSÃO: O uso de

  13. Transtornos mentais comuns e auto-estima na gestação: prevalência e fatores associados Common mental disorders and self-esteem in pregnancy: prevalence and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Azevedo da Silva

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi verificar a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC e sua relação com auto-estima, bem como outros fatores associados à ocorrência de TMC em gestantes. Foi realizado um estudo transversal aninhado a uma coorte no qual participaram gestantes atendidas no serviço de saúde do Sistema Único de Saúde na cidade de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Foi utilizado para o rastreamento de transtornos mentais comuns o Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20 e, para avalia a auto-estima, a Escala de Auto-Estima de Rosenberg. A amostra constituiu-se de 1.267 gestantes, que tinham em média 25 anos (dp = 6,53. A média de auto-estima foi de 9,3 pontos (dp = 4,76 e a prevalência de TMC em gestantes foi de 41,4%. Evidenciou-se, também, que quanto menor a auto-estima da grávida maiores são as chances de associação a TMC (p The aim of this study was to assess the prevalence of common mental disorders and the association with self-esteem and other factors in pregnant women. A nested cross-sectional study was performed in a cohort of pregnant women treated in the public health system in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. The Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20 was used to screen for common mental disorders and the Rosenberg's Self-Esteem Scale for self-esteem. The sample consisted of 1,267 pregnant women with a mean age of 25 years (SD = 6.53. Mean self-esteem was 9.3 points (SD = 4.76, and prevalence of common mental disorders was 41.4%. Lower self-esteem was associated with higher odds of common mental disorders (p < 0.001. There was a significant association between higher prevalence of common mental disorders and low self-esteem.

  14. Coexistência de transtornos respiratórios do sono e síndrome fibromiálgica Sleep disordered breathing concomitant with fibromyalgia syndrome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dienaro Germanowicz

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar síndrome fibromiálgica em pacientes com transtornos respiratórios do sono. MÉTODOS: Foram estudados 50 pacientes que compareceram à Clínica do Sono com queixas de roncar no sono, apnéias e sonolência diurna. Confirmou-se o diagnóstico de transtornos respiratórios do sono através de polissonografia. Para se estabelecer o diagnóstico de síndrome fibromiálgica, submeteram-se os pacientes a avaliação de acordo com os critérios estabelecidos pelo American College of Rheumatology. RESULTADOS: Estudaram-se 50 pacientes, 32 do sexo masculino. A média (± desvio-padrão de idade do grupo foi de 50 ± 12 anos. A média do índice de massa corporal do grupo foi de 29,7 ± 5,6 kg/m². A média do índice de apnéias e hipopnéias do grupo foi de 36 ± 29 apnéias e hipopnéias /hora. Nove das 18 mulheres e 2 homens preencheram os critérios estabelecidos pelo American College of Rheumatology para o diagnóstico de síndrome fibromiálgica. CONCLUSÃO: Considerando-se que a prevalência de síndrome fibromiálgica na população geral é de 0,5% para homens e de 3,4% para mulheres, a fração de casos de fibromialgia mais de dez vezes maior nesta amostra reforça a hipótese de associação entre transtornos respiratórios do sono e síndrome fibromiálgica.OBJECTIVE: To identify fibromyalgia syndrome in patients with sleep disordered breathing. METHOD: We studied 50 patients seeking treatment at a sleep disorder clinic for snoring, apnea and excessive daytime sleepiness. Sleep disordered breathing was diagnosed through the use of polysomnography. To diagnose fibromyalgia syndrome, patients were evaluated in accordance with the criteria established by the American College of Rheumatology. RESULTS: Of the 50 patients, 32 were male. The mean (± standard deviation age of the group was 50 ± 12 years. The mean body mass index was 29.7 ± 5.6 kg/m². The mean apnea-hypopnea index was 36 ± 29 attacks of apnea or hypopnea

  15. Pathophysiology of mood disorders in temporal lobe epilepsy Fisiopatologia dos transtornos de humor na epilepsia do lobo temporal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludmyla Kandratavicius

    2012-10-01

    nossa compreensão sobre a associação entre ELT e transtornos de humor. CONCLUSÕES: A ELT e os sintomas psiquiátricos coexistem numa frequência muito maior do que o acaso poderia sugerir. Alterações e desregulação de redes anatômicas essenciais, além de mudanças plásticas aberrantes ou deficientes, podem predispor o cérebro de pacientes com ELT a transtornos de humor. Estudos experimentais e clínicos sobre o efeito das crises no comportamento e nos padrões eletrofisiológicos podem oferecer um modelo de como as crises límbicas aumentam a vulnerabilidade a sintomas psiquiátricos em pacientes com ELT.

  16. Genes relacionados ao metabolismo dos fosfolípides como fatores de risco para o transtorno afetivo bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meira-Lima Ivanor V

    2003-01-01

    Full Text Available Os estudos de epidemiologia genética fornecem consistente evidência de que o componente genético tem um papel preponderante no risco para o Transtorno Afetivo Bipolar (TAB, embora genes de vulnerabilidade ainda não tenham sido identificados de forma inequívoca. Nesta atualização os autores apresentam dados demonstrando que os fosfolípides exercem um relevante papel nos processos de sinalização intracelular e que estudos da neuroquímica dos estabilizadores do humor convergem em apontar para uma ação destas drogas nas vias de transdução de sinais reguladas pelas fosfolipases. Concluem que investigações de variantes nos genes que codificam enzimas do metabolismo dos fosfolípides como potenciais genes de susceptibilidade podem ampliar o conhecimento acerca dos fatores de risco e dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos no surgimento destes transtornos do humor.

  17. Comunicação e transtornos do espectro do autismo: análise do conhecimento de professores em fases pré e pós-intervenção

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Regina Nunes Misquiatti

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo analisar o conhecimento de professores de ensino fundamental sobre a comunicação de pessoas com transtornos do espectro do autismo, em dois momentos distintos, pré e pós-intervenção. Métodos trata-se de um estudo descritivo comparativo, em que participaram 160 professores de escolas municipais de ensino fundamental, de ambos os gêneros, com idades entre 23 e 65 anos. Para verificar o conhecimento dos professores sobre a comunicação nos transtornos do espectro do autismo, foi elaborado e aplicado um questionário especificamente para este estudo. O instrumento, oferecido aos professores, foi aplicado em dois momentos distintos, pré e pós-intervenção. O procedimento de intervenção constou de dois encontros, de quatro horas cada, conduzidos por fonoaudiólogos e entrega de manual de orientação sobre os transtornos do espectro do autismo, com ênfase em aspectos da comunicação e linguagem. Foram analisadas e comparadas as respostas pré e pós-intervenção. Os resultados foram tratados estatisticamente (p<0,05 e em alguns casos p<0,01; foi utilizado o teste de Qui-quadrado para Proporções. Resultados foi possível observar que os professores apresentavam conhecimento restrito sobre a comunicação nos transtornos do espectro do autismo e sobre esses quadros clínicos de modo geral. Além disso, verificou-se aumento significante de respostas corretas por parte dos professores após a intervenção. Conclusão constatou-se um restrito conhecimento dos professores sobre a comunicação nos transtornos do espectro do autismo e efeitos positivos do procedimento de intervenção, por meio da análise comparativa entre as fases pré e pós-intervenção, que evidenciou aumento significante de respostas adequadas sobre os transtornos do espectro do autismo.

  18. Repercussões do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH na Experiência Universitária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Tochetto de Oliveira

    Full Text Available Buscou-se verificar de que forma o diagnóstico do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH, ou a presença dos sintomas do transtorno, interfere na vida acadêmica de estudantes universitários. Realizou-se uma revisão sistemática de literatura com os descritores estudantes universitários/college students e TDAH/ADHD nas bases de dados Scielo Brasil, Index Psi, Redalyc, Medline, ePsycARTICLES no período de 2004 a 2014. Foram encontrados 53 artigos e, destes, 15 foram analisados. Os trabalhos visavam apontar as semelhanças e as diferenças entre estudantes universitários com e sem sintomas ou diagnóstico de TDAH quanto a variáveis que podem afetar a experiência universitária, bem como descrever o transtorno nessa população. Os jovens com e sem TDAH tendem a ser semelhantes no que se refere ao autoconceito e ao bem-estar psicológico, mas diferentes quanto à adaptação à universidade e às preocupações com o desempenho acadêmico. Esta revisão oferece um panorama sobre o que já se sabe sobre TDAH em estudantes universitários e sobre a forma como os estudos com esse público têm sido realizados.

  19. Dor torácica no transtorno de pânico: sintoma somático ou manifestação de doença arterial coronariana?

    OpenAIRE

    Soares Filho,Gastão Luiz Fonseca; Valença,Alexandre Martins; Nardi,Antonio Egidio

    2007-01-01

    O transtorno do pânico (TP) pertence ao grupo dos transtornos de ansiedade caracterizado por repetidos e inesperados ataques de pânico, nos quais predominam os sintomas somáticos e intensa apreensão relacionada à idéia de perda de controle ou morte iminente. Entre os sintomas somáticos que o paciente pode apresentar, a dor torácica exerce papel preponderante, reforçando a idéia de que ele esteja desenvolvendo problema cardiovascular grave, ameaçador à vida, levando à repetida busca por atendi...

  20. Evaluation of common mental disorders in women with polycystic ovary syndrome and its relationship with body mass index Avaliação dos transtornos mentais comuns em mulheres com síndrome dos ovários policísticos e sua relação com o índice de massa corporal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristine Eliane Gomes Rodrigues

    2012-10-01

    úde mental entre os grupos estudados. A prevalência de mulheres obesas e com indicações de transtornos mentais comuns foi significativamente maior no grupo de mulheres com síndrome dos ovários policísticos do que no Grupo Controle. No grupo com índice de massa corporal saudável, a diferença de proporções referentes ao indicativo de transtorno mental comum entre mulheres com e sem a síndrome foi estatisticamente significativa (p=0,008. CONCLUSÕES: As mulheres com o diagnóstico desta síndrome apresentam proporção quase três vezes maior de transtornos mentais comuns quando comparadas com àquelas sem a doença. Mesmo as mulheres com a síndrome e o índice de massa corporal saudáveis apresentam maior risco de comorbidade psiquiátrica.

  1. O impacto da relação mãe-filha no desenvolvimento da autoestima e nos transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Sopezki

    2008-12-01

    Full Text Available Nesse artigo dois fatores de risco para os transtornos alimentares são analisados, bem como sua inter-relação contribuinte no desenvolvimento e manutenção da anorexia nervosa e da bulimia nervosa, em mulheres: a relação mãe-filha e a autoestima. Entre as necessidades humanas está a de estima, ou seja, a necessidade de autoestima e estima por parte dos outros. As mães tendem a vivenciar suas filhas mulheres como menos separadas delas, devido a componentes narcisistas que prevalecem nesta dupla como identificação e simbiose. No caso das mulheres com transtornos alimentares algo se inverteu no processo de interação entre mãe-filha prejudicando o vínculo entre elas. A formação da adequada autoestima depende profundamente do olhar amoroso de apreciação por uma pessoa significativa, a mãe, porque nunca é com seus próprios olhos que a criança se vê, mas sempre com os olhos do outro. O ver-se numa identificação com esse olhar dirigido para si constitui o narcisismo, a sua própria autoestima e dependendo do tipo de apego existente entre essa dupla, a autoestima da filha terá nuances diferenciadas.   Palavras-chave: transtornos alimentares; vínculo mãe-filha; autoestima.

  2. Processamento Cognitivo no Transtorno de Estresse Pós-Traumático: Um Estudo Teórico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Sbardelloto

    2012-12-01

    Full Text Available O presente artigo discute o processamento cognitivo no Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT através das teorias mais relevantes relacionadas ao desenvolvimento e manutenção do TEPT: Teoria dos Dois Fatores, Teoria do Processamento Emocional, Teoria da Representação Dual e Teoria Cognitiva de Ehlers e Clark. A partir disso, discute-se a relação entre o processamento cognitivo da experiência traumática e o desencadeamento, a manutenção e o agravamento dos sintomas pós- traumáticos. As abordagens apresentam modelos explicativos sobre o processamento da memória traumática, enfatizando fatores que ocorrem antes, durante e depois do trauma. Verifica-se a necessidade de pesquisas empíricas acerca do processamento cognitivo no TEPT, esforço que vem a contribuir com hipóteses explicativas mais precisas que implicam em intervenções efetivas no TEPT. Palavras-chave: transtorno de estresse pós-traumático; processamento cognitivo; implicações clínicas.

  3. A eficácia do milnaciprano em pacientes ambulatoriais com transtorno depressivo maior não respondedores ao tratamento com ISRSs: um estudo aberto de 12 semanas Efficacy of milnacipran in outpatients experiencing major depression non respondent to SSRIs: a 12-week open study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo P. Fleck

    2010-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O objetivo deste estudo é avaliar a eficácia do milnaciprano em pacientes ambulatoriais com depressão maior grave que não respondem em tempo e em dosagem adequados à terapia com ISRSs. MÉTODOS: Um estudo aberto multicêntrico com a duração de 12 semanas foi elaborado para avaliar a eficácia do milnaciprano após falha em um experimento com ISRS. Remissão completa (HAMD-17 50%, CGI e avaliação da qualidade de vida (WHOQOL-Bref. RESULTADOS: O escore HAMD-17 médio da amostra foi de 27 (7,2. As taxas de remissão com o milnaciprano foram de 17,5%, e as de resposta, 61,3%. Na linha de base, 70,9% dos pacientes foram classificados como gravemente sintomáticos. Ao final do tratamento, 48,1% dos pacientes foram classificados como normais assintomáticos ou sintomáticos limítrofes e 20,2% eram moderadamente sintomáticos. Além disso, os quatro domínios do WHOQOL-Bref, um instrumento genérico de mensuração de qualidade de vida, apresentou diferenças clínicas e estatísticas: CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que o milnaciprano é uma possível opção para pacientes que não respondem a ISRSs. Uma vez que não há evidências na literatura de um antidepressivo que seja a melhor opção quando um ISRS falha, o uso do milnaciprano deveria ser considerado em casos de pacientes com depressão severa.BACKGROUND: The objective of this study is to evaluate the efficacy of milnacipran in outpatients experiencing severe MDD non-respondent to adequate time and dosing of SSRI therapy. METHODS: A 12 week multi-centric study open study was designed to evaluate the efficacy of milnacipran after a SRRI trial failure. Complete remission (HAMD-17 50%, CGI and quality of life measure (WHOQOL-Bref. RESULTS: The mean HAMD-17 score of the sample was 27 (7.2. The remission rates for minalcipran were 17.5% and response 61.3%. At baseline, 70.9% of the patients were markedly or severely ill. At treatment end, 48.1% of the patients were normal

  4. Influência do nível socioeconômico sobre comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes Socioeconomic influence on eating disorders risk behaviors in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Louise Lenz Dunker

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco para transtornos alimentares (TA em adolescentes de diferentes níveis socioeconômicos. MÉTODO: 183 adolescentes do sexo feminino de 15 a 18 anos de duas escolas (pública e particular foram avaliadas quanto à renda e escolaridade dos pais, estado nutricional, comportamentos de risco para TA (Teste de Atitudes Alimentares - EAT-26, atitudes socioculturais quanto à aparência (Escala das Atitudes Socioculturais Voltadas para Aparência - SATAQ-3, percepção corporal (escala de silhuetas e uso de dietas. RESULTADOS: A média do escore do EAT-26, assim como a porcentagem de adolescentes consideradas de risco foram semelhantes entre as escolas (p >0,05. No escore do SATAQ-3, verificou-se na escola particular um valor maior que da pública (p0,05, e as que apresentaram sobrepeso/obesidade tiveram escores maiores no EAT-26. Metade das adolescentes das escolas já fez dieta, sendo que a frequência do uso de dietas esteve associada com o maior escore do EAT-26. CONCLUSÕES: Comportamentos de risco foram encontrados em grande parte da população estudada, mas esses não estiveram associados com o nível socioeconômico.OBJECTIVE: To investigate eating disorders (ED risk behaviors at adolescents from different socioeconomic status. METHOD: 183 girls 15-18 years old from two schools (public and private were evaluated about parent's education and income, nutritional status, ED risk behavior (Eating Attitudes Test - EAT-26, sociocultural attitudes toward appearance (SATAQ-3, corporal perception (silhouettes scale and dieting. RESULTS: Mean score of EAT-26, as well as percentage of risky girls were similar at both schools (p >0.05. At SATAQ-3 score, it was noticed a higher value at private school compared to public one (p0.05, and girls who were overweight/obese had a higher score at EAT-26. Half of the girls from both schools have already diet, and dieting frequency was associated with a higher score at EAT

  5. A determinação biológica dos transtornos mentais: uma discussão a partir de teses neurocientíficas recentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luna Rodrigues Freitas-Silva

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: A compreensão dos processos de formação dos transtornos mentais vem se mostrando desafiadora desde a fundação do campo psiquiátrico. O desenvolvimento das neurociências proporcionou novo fôlego à expectativa de encontrar estritamente no funcionamento biológico a explicação para o surgimento dos transtornos mentais. No entanto, tal objetivo não vem sendo alcançado com a esperada facilidade, de modo que novas hipóteses começam a se destacar nas pesquisas neurocientíficas. Neste artigo, identificamos as noções de epigenética, neurodesenvolvimento e plasticidade como os principais indicativos de um novo modo de compreender a biologia dos fenômenos mentais. A complexidade genética, o papel formativo do ambiente e as variações que caracterizam a vulnerabilidade implicam importantes modificações nas principais teses sobre a determinação biológica dos transtornos mentais, sugerindo uma reconfiguração dos limites entre o "social" e o "biológico" nas pesquisas em neurociências.

  6. Risco de suicídio em jovens com transtornos de ansiedade: estudo de base populacional Riesgo de suicidio en jóvenes con trastornos de ansiedad: estudio de base poblacional Suicide risk in young adults with anxiety disorders: population-based study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moisés Ederson da Silva Rodrigues

    2012-04-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo verificar a relação entre a presença de transtornos de ansiedade e risco de suicídio em jovens. Em delineamento transversal de base populacional, os jovens respondiam a um questionário sobre questões sociodemográficas, comportamentais e de saúde. Avaliou-se o bem-estar psicológico através da Escala de Faces de Andrews e consumo de substâncias foi efetuado pelo Teste de Triagem do Envolvimento com Álcool, Cigarro e Outras Substâncias, (Alcohol, Smoking and Substance Involviment Screening Test - ASSIST. A Mini Internacional Neuropsychiatric Interview 5.0 avaliou transtornos de ansiedade e o risco de suicídio. Dos 1.621 jovens entrevistados, 20,9% apresentaram algum transtorno de ansiedade e 8,6% risco de suicídio. A presença de algum transtorno de ansiedade esteve significativamente associada ao risco de suicídio (RP 6,10 IC95% 3,95 a 9,43. Dessa forma, salienta-se a importância de maior atenção ao risco de suicídio também em pacientes com transtornos de ansiedade.Este estudio tubo por objetivo verificar la relación entre la presencia de trastornos de ansiedad y riesgo de suicidio en jóvenes. En delineamiento transversal de base poblacional, los jóvenes respondían a un cuestionario sobre cuestiones sociodemográficas, comportamentales y de salud. Se evaluó el bienestar psicológico por medio de la escala de fases de Andrews y consumo de sustancias efectuada por la prueba de detección del envolvimiento con alcohol, cigarrillo y otras sustancias, (Alcohol, Smoking and Substance Involviment Screening Test - ASSIST. La Mini Internacional Neuropsychiatric Interview 5.0 evaluó trastornos de ansiedad y el riesgo de suicidio. De los 1.621 jóvenes entrevistados, 20,9% presentaron algún trastorno de ansiedad y 8,6% riesgo de suicidio. La presencia de algún trastorno de ansiedad estuvo significativamente asociada al riesgo de suicidio (RP 6,10 IC95% 3,95 a 9,43. De esa forma, se resalta la

  7. Marcadores neurobiológicos e psicométricos da eficácia da terapia cognitivo-comportamental no transtorno de estresse pós-traumático associado a sintomas dissociativos: relato de caso Neurobiological and psychometric markers of the efficacy of cognitive behavioral therapy in post-traumatic stress disorder with dissociative symptoms: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Lages

    2011-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT tem sido associado à desregulação de diversos parâmetros psicofisiológicos e pode apresentar comorbidade com diversas psicopatologias, inclusive a dissociação, podendo dificultar o tratamento. O objetivo do presente trabalho foi investigar os efeitos da terapia cognitivo-comportamental em um paciente com TEPT e sintomas dissociativos com base em medidas psicofisiológicas e psicométricas em diferentes momentos do tratamento. DESCRIÇÃO DO CASO: O paciente é um homem de 38 anos, com diagnósticos de TEPT e transtorno depressivo maior recorrente com sintomas dissociativos e resistência ao tratamento farmacológico. O tratamento psicoterápico teve duração de 4 meses, sendo composto por uma sessão semanal de terapia e três sessões semanais de coterapia. Os parâmetros fisiológicos (frequência cardíaca, tônus vagal, balanço simpático e cortisol e psicométricos (afeto negativo e positivo, resiliência e sintomas de estresse pós-traumático, depressão, ansiedade e dissociação foram medidos antes, durante (uma vez ao mês e após o tratamento. COMENTÁRIOS: Os resultados mostraram diminuição do balanço simpático e aumento do tônus vagal, da frequência cardíaca e dos níveis de cortisol ao longo do tratamento. O tratamento também promoveu redução no afeto negativo e nos sintomas de estresse pós-traumático, depressão, ansiedade e dissociação, além de um aumento nos escores de resiliência, apoio social e afeto positivo. Esses resultados sugerem que a terapia cognitivo-comportamental é um tratamento eficaz para o TEPT com sintomas dissociativos. Além disso, parece promover a normalização das alterações fisiológicas do sistema nervoso autônomo e neuroendócrino relacionadas ao TEPT.INTRODUCTION: Post-traumatic stress disorder (PTSD has been associated with dysregulation of many psychophysiological parameters and may present comorbidity with

  8. Ataques de pânico são realmente inofensivos? O impacto cardiovascular do transtorno de pânico Are panic attacks really harmless? The cardiovascular impact of panic disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Sardinha

    2009-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estresse e depressão já são considerados fatores de risco para o desenvolvimento e o agravamento de doenças cardiovasculares. Os transtornos de ansiedade têm sido fortemente associados às cardiopatias nos últimos anos. O transtorno de pânico em cardiopatas representa um desafio em termos de diagnóstico e tratamento. Atualizar o leitor quanto ao status da associação entre transtornos de ansiedade, especialmente transtorno de pânico, e cardiopatias. MÉTODO: Foi realizada uma busca nas bases de dados ISI e Medline, com as palavras-chave: "heart disease", "coronary disease", "anxiety", "panic disorder" e "autonomic function". Foram selecionados os artigos publicados a partir de 1998. DISCUSSÃO: O padrão autonômico encontrado em pacientes com transtorno de pânico, em particular a redução da variabilidade cardíaca, é apontado como o provável fator mediador do impacto cardiovascular do transtorno de pânico. CONCLUSÕES: Apesar de a associação entre transtornos de ansiedade e doenças cardiovasculares estar atualmente bastante estabelecida, existem ainda diversas lacunas no estado atual do conhecimento. São recomendadas a terapia cognitivo-comportamental e a prática de exercícios físicos supervisionados como potenciais coadjuvantes na intervenção terapêutica.OBJECTIVE: Psychosocial stress and depression have already been established as risk factors for developing and worsening cardiovascular diseases. Anxiety disorders are been strongly associated to cardiac problems nowadays. Panic disorder in cardiac patients represents a challenge for diagnose and treatment. Update the reader on the status of the association between anxiety disorders, particularly panic disorder, in cardiac patients. METHOD: Were retrieved papers published at ISI and Medline databases since 1998. Key-words used were: "heart disease", "coronary disease", "anxiety", "panic disorder" and "autonomic function". DISCUSSION: The characteristic

  9. Transtorno afetivo bipolar: perfil farmacoterapêutico e adesão ao medicamento

    OpenAIRE

    Miasso,Adriana Inocenti; Carmo,Bruna Paiva do; Tirapelli,Carlos Renato

    2012-01-01

    Este estudo teve como objetivos verificar a adesão de portadores de transtorno afetivo bipolar (TAB) à terapêutica medicamentosa e identificar possíveis causas de adesão e não adesão ao medicamento de acordo com o perfil farmacoterapêutico. Trata-se de estudo transversal, descritivo, realizado em Núcleo de Saúde Mental de um município do interior paulista. Participaram do estudo 101 pacientes com TAB. Para coleta dos dados, utilizou-se a entrevista estruturada e o teste de Morisky-Green e, pa...

  10. Tratamentos farmacológicos para o transtorno de ansiedade social: existem novos parâmetros na atualidade?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Forni dos Santos

    2011-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O transtorno de ansiedade social (TAS, apesar da baixa taxa de detecção e do alto índice de comorbidades associadas, é considerado uma condição tratável. Apesar da resposta estabelecida a diversas classes de medicamentos, os algoritmos para o tratamento do TAS necessitam de atualização constante. OBJETIVO: Realizar revisão sistemática da literatura no que diz respeito à eficácia dos tratamentos farmacológicos relativos ao TAS, a partir de estudos controlados, conduzidos no período de 2005 a 2010. MÉTODO: Foram utilizados os indexadores eletrônicos PsycoInfo, Lilacs e Medline, utilizando-se as palavras-chave: "social phobia or social anxiety and treatment". RESULTADOS: De acordo com critérios de inclusão adotados, 29 artigos foram incluídos e analisados. Mostram-se eficazes para o tratamento do TAS as seguintes drogas, de acordo com a classe: a ISRSs: escitalopram, fluvoxamina, citalopram, GR205171 e sertralina; b ISRSN: venlafaxina; c IMAOs: fenelzina, moclobemina; d aminoácidos: d-cicloserina; f anticonvulsivantes: tiagabina. CONCLUSÃO: Os ISRSs e os ISRSNs têm seu uso estabelecido e ainda continuam sendo considerados primeira opção de tratamento. Porém, destaca-se o potencial futuro da d-cicloserina e dos anticonvulsivantes, com necessidade de um número maior de estudos controlados que confirmem os achado iniciais. A ação das diferentes drogas em nível neurobiológico, bem como dos tratamentos associados, necessita ainda ser mais explorada.

  11. Reconhecimento olfativo nos transtornos invasivos do desenvolvimento Smell recognition in pervasive developmental disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco B. Assumpção Jr.

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o reconhecimento olfativo nos transtornos invasivos do desenvolvimento (TID. MÉTODO: Vinte e um adolescentes do sexo masculino com TID (grupo experimental e 21 controles pareados (grupo controle foram submetidos a um teste olfativo padronizado, consistindo em doze estímulos, em três momentos distintos: sem nenhuma sugestão quanto à identificação; associados a quatro alternativas lingüísticas para cada estímulo; e reapresentados, 25 dias após, sem alternativas lingüísticas. Avaliaram-se os resultados obtidos através de teste t e análise de variância (p=0,05. RESULTADOS: O grupo experimental apresentou pior desempenho que o controle. Em ambos os grupos, os acertos aumentaram após estímulo e, após 25 dias, os acertos diminuíram, mas mantiveram um nível maior que aquele observado ao momento inicial, sem estímulo (pAIM: To evaluate smell recognition in pervasive developmental disorders (PDD. METHOD: Twenty-one PDD (experimental group and 21 matched controls (control group male adolescents were submitted to a standardized, 12-stimuli, smell battery in three moments: with no identification suggestion; associated to four linguistic alternatives for each stimulus, and submitted again, 25 days after, with no linguistic alternatives. Data was analyzed by t test and variance analysis (p=0,05. RESULTS: The experimental group scored worse than control group. Both groups scored better after stimuli and, after 25 days, scores lowered, but stayed higher than initially, without any stimuli (p<0,001. The gap was higher after 25 days, when the experimental group showed poorer smell memory from initial presentation (p<0,001. CONCLUSION: The experimental group showed lower recognition scores, unrelated to clues previously offered, which suggests a difficulty in phenomena and semantic meaning association. Even after matching odors nomination, the gap of recognition scores remains between groups, not only in a deficitary pattern

  12. Neurobiologia do transtorno de personalidade anti-social Neurobiology of anti-social personality disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Marta Del-Ben

    2005-01-01

    Full Text Available Nos últimos anos, tem havido um interesse crescente a respeito de uma melhor compreensão sobre o comportamento anti-social. O aumento da criminalidade e violência urbanas pode ter contribuído para esse maior interesse. Além de fatores psicossociais, outros biológicos têm sido implicados na fisiopatogenia do transtorno de personalidade anti-social (TPAS. Estudos de neuroimagem apontam o envolvimento de estruturas cerebrais frontais, especialmente o córtex orbitofrontal, e a amígdala. Também tem sido sugerido que prejuízos na função serotonérgica estariam associados à ocorrência de comportamento anti-social, já que pacientes com diagnóstico de TPAS apresentam respostas hormonais atenuadas a desafios farmacológicos com drogas que aumentam a função serotonérgica cerebral e redução da concentração de receptores serotonérgicos. Uma abordagem ampla dos diferentes fatores possivelmente envolvidos na fisiopatogenia do TPAS poderia contribuir para o desenvolvimento de novas técnicas de prevenção e intervenção.Violence and crime have been increasing considerably in urban societies. As a consequence, some efforts have been made aiming at a better understanding of antisocial bevaviour. Apart from psychosocial factors, some evidences suggest the occurrence of biological factors in the pathogenesis of antisocial personality disorders (ASPD. Neuroimaging studies have shown the involvement of prefrontal areas, especially orbitofrontal cortex, and amygdala. Also, impaired serotonin (5-HT neurotransmission has been implicated, since patients with ASPD present alterations in measures of 5-Ht system, such as blunted hormonal response to 5-HT pharmacological challenges and reduced 5-HT receptors numbers. A comprehensive approach of antisocial behavior, including biological and psychosocial aspects could lead to the development of new techniques for prevention and intervention in ASPD.

  13. O BULLYING NO AMBITO ESCOLAR: ALGUMAS REFLEXÕES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilmar Ribeiro Pereira

    2012-12-01

    Full Text Available O bullying tem sido umas das ações de maior repercussão e consequências no âmbito escolar, assim os seus desdobramentos têm sido marcados por ocorrências de agressões físicas, verbais e psicológicas. Desse modo, os atos de bullying são caracterizados por apelidar, ofender, humilhar, intimidar, constranger, discriminar entre outros. Aos poucos a vítima destas agressões vai se isolando por não saber como defender-se de tal situação humilhante e estas ações frequentes de “brincadeiras” podem acabar trazendo para a ela transtornos psíquicos como medo, tensão, raiva reprimida, angústia, desgosto, sensação de impotência, rejeição, desejo de vingança ou até pensamento suicida. Em decorrência disso, a pessoa pode ter sua autoestima comprometida, desenvolver comportamentos depressivos e dificuldades de se expressar. No âmbito escolar, tais situações poderão interferir nas suas relações sociais e no seu aprendizado. Portanto, este trabalho tem a finalidade apresentar algumas possibilidades de combate ao bullying, sendo que um caminho para tal seja o desenvolvimento de um ambiente reflexivo que promova a solidariedade, a tolerância, o respeito às diferenças, a justiça e a cooperação. Com isso, as crianças e adolescentes aprendem a respeitar e a valorizar as diferenças individuais, resolver seus conflitos e conviver em harmonia. Palavras-chave: Bullying escolar. Violência. Inclusão.

  14. Estudos latino-americanos sobre melancolia: um transtorno do humor melhor definido para o CID-11 Melancholia in Latin American studies: a distinct mood disorder for the ICD-11

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario F. Juruena

    2011-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: A depressão melancólica é um diagnóstico psiquiátrico de história de vida, geralmente com episódios recorrentes. Melancolia é uma síndrome com longa duração e características específicas de psicopatologia, insuficientemente diferenciada de depressão maior por um especificador no DSM-IV e parcialmente descrito nos critérios da Classificação Internacional de Doenças-10ª Edição. Dentro da classificação atual, é frequentemente vista em pacientes gravemente doentes com depressão e transtorno bipolar. No entanto, a melancolia possui uma homogeneidade psicopatológica e biológica distinta na experiência clínica e nos marcadores de testes laboratoriais, e é diferencialmente sensível às intervenções terapêuticas específicas. O objetivo deste estudo é revisar a literatura de artigos publicados por autores latino-americanos sobre a melancolia. MÉTODO: Realizou-se busca de artigos latino-americanos de informações relevantes para a revisão da Classificação Internacional de Doenças-10ª Edição de transtornos mentais e comportamentais em pacientes com depressão melancólica. Foi avaliada a qualidade do design de todos os estudos e realizada uma revisão abrangente sobre o assunto, com o objetivo de considerar a contribuição latino-americana para inclusão da melancolia como uma entidade distinta na futura Classificação Internacional de Doenças-11ª Edição. RESULTADOS E CONCLUSÃO: Os estudos latino-americanos fundamentam o diagnóstico da melancolia com uma psicopatologia e psiconeuroendocrinologia própria que fundamentam ser reconhecida como um transtorno de humor identificável e merecedor de uma atenção específica nos sistemas de classificação, como um transtorno de humor distinto, identificável e especificamente tratável.OBJECTIVE: Melancholic depression is a lifetime diagnosis, typically with recurrent episodes. Melancholia, a syndrome with a long history and distinctive

  15. Transtorno de estresse pós-traumático e funções cognitivas Post traumatic stress disorder and cognitive functions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christian Haag Kristensen

    2006-06-01

    Full Text Available O Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT é um transtorno prevalente, associado a alterações neurobiológicas e cognitivas. O presente artigo é um estudo teórico sobre as aplicações da avaliação neuropsicológica no TEPT. Inicialmente são revisados aspectos conceituais do transtorno, bem como alterações neurobiológicas relacionadas aos prejuízos cognitivos comumente detectados. Finalmente, argumenta-se que a avaliação dos prejuízos nas funções de memória, atenção e, sobretudo, funções executivas são relevantes tanto para a intervenção clínica junto ao paciente quanto para o refinamento das teorias psicológicas do TEPT.Post Traumatic Stress Disorder (PTSD is a prevalent disorder which is associated with neurobiological and cognitive impairments. This paper is a theoretical review of the uses of neuropsychological assessment in PTSD. Conceptual aspects of this disorder are reviewed, as well as the neurobiological alterations related to cognitive impairments. Finally, it is argued that the assessment of memory, attention, and executive function impairments is as relevant to the clinical intervention as it is to the refinement of the psychological theories of PTSD.

  16. Neuroimaging in specific phobia disorder: a systematic review of the literature Neuroimagem do transtorno de fobia específica: uma revisão sistemática da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ila M.P Linares

    2012-03-01

    magnetic ressonance, SPECT, MRI, DTI e tractography, cruzadas individualmente com os termos simple phobia e specific phobia. Foram encontrados 115 artigos, sendo 38 deles selecionados para a presente revisão. Desses, 24 usaram fMRI, 11 usaram PET, 1 usou SPECT, 2 usaram MRI estrutural e nenhum artigo de espectroscopia. Verifica-se que os estudos na área foram publicados recentemente e que, até o momento, o substrato neuroanatômico deste transtorno não está consolidado. Apesar das diferenças metodológicas entre os estudos, os resultados convergem para maior ativação na ínsula, cíngulo anterior, amídala e córtex préfrontal e orbitofrontal dos pacientes expostos a situações phobia related quando comparados aos controles. Esses achados reforçam hipóteses a respeito da hiperativação de uma determinada rede de estruturas neuroanatômicas envolvidas no transtorno de SP.

  17. Tratamento farmacológico do transtorno de estresse pós-traumático Pharmacological treatment of posttraumatic stress disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Bernik

    2003-06-01

    Full Text Available Os autores apresentam uma revisão de literatura sobre a farmacoterapia do transtorno de estresse pós-traumático (TEPT. Poucos ensaios clínicos controlados já foram feitos nesta área, mas o interesse no transtorno é crescente. Os antidepressivos, especialmente aqueles com atividade serotonérgica, parecem ser tratamentos farmacológicos eficazes no TEPT, seja como tratamento primário ou em associação com a psicoterapia.The authors present a review of pharmacotherapy for posttraumatic stress disorder (PTSD. Only a few controlled clinical trials have been carried out on PTSD, but there is a growing interest on this topic. Antidepressants, specially those with serotonergic activity, appear to provide effective pharmacotherapy for PTSD, as having either a primary therapeutic effect or in association with psychotherapy.

  18. Transtorno de estresse pós-traumático em uma unidade de saúde de atenção primária Trastorno de estrés postraumático en una unidad de salud de atención primaria Posttraumatic stress disorder in a primary health care service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton Tetelbom Stein

    2004-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT caracteriza-se pelo desenvolvimento de sintomas como a re-experienciação do evento traumático (pesadelos, idéias intrusivas, sintomas somáticos relacionados ao momento do trauma, evitação e embotamento (evitar situações, pessoas ou comportamentos que relembrem o trauma e ter dificuldade para lidar com novas situações ou sentimentos e excitabilidade aumentada (insônia, irritação, dificuldade de concentração e um estado permanente de alerta e sobressalto. É importante saber a freqüência do transtorno numa comunidade pobre. OBJETIVO: Identificar a freqüência de TEPT e a presença de sintomas depressivos e alcoolismo em um serviço de atenção primária. METODOLOGIA: O estudo ocorreu na Unidade de Saúde Divina Providência, do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição. Realizou-se uma amostragem aleatória dos pacientes que consultaram no posto. Foram aplicados instrumentos para a identificação de TEPT, sintomas depressivos, alcoolismo e perfil sociodemográfico. RESULTADOS: Dos 54 pacientes entrevistados, 83,3% eram mulheres, e a média da idade foi de 39 anos. Os sintomas depressivos severos foram identificados em 28% dos pacientes; 59% tinham o critério de TEPT e 12,5% apresentavam problemas com álcool. CONCLUSÕES: A amostra do sexo feminino foi predominante e houve uma elevada prevalência de TEPT.INTRODUCCÍON: El trastorno de estrés postraumático (TEP se caracteriza por el desarrollo de síntomas como la retomada de la experimentación del evento traumático (pesadilla, ideas de intrusión, síntomas somáticos relacionados a la ocasión del trauma; evitación y embotamiento (evitar situaciones, personas o comportamientos que recuerden el trauma y tener dificultad para convivir con nuevas situaciones o sentimientos y excitabilidad ampliada (insomnio, irritación, dificultad de concentración y un estado permanente de alerta y

  19. Oficinas de estimulação cognitiva adaptadas para idosos analfabetos com transtorno cognitivo leve

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabel Borges dos Santos

    2012-12-01

    Full Text Available Oficinas de estimulação cognitiva para idosos analfabetos com transtorno cognitivo leve é um tema pouco pesquisado. Objetivou-se verificar a autopercepção da memória em idosos analfabetos com transtorno cognitivo leve, antes e após oficinas de estimulação cognitiva, adaptadas para analfabetos. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada na Unidade de Saúde de Taguatinga-DF, envolvendo 63 idosos: 22 no Grupo Experimental (GE, com 10 oficinas; 21 no Grupo Controle 1 (GC1, com 10 palestras; e 20 no Grupo Controle 2 (GC2, sem intervenção. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas antes e após intervenções, perguntando-se sobre memória. Aos GE e GC1 foram oferecidas atividades semanais de duas horas. A idade média foi 72,8 anos, 92% do sexo feminino. Na pré-intervenção, 82% haviam piorado memória no último ano. Na pós-intervenção, GC1 e GC2 mantiveram alterações da memória, enquanto GE melhorou cognição. Conclui-se que as oficinas e palestras proporcionaram melhora na funcionalidade e socialização/integração.

  20. Avanços no diagnóstico do transtorno do humor bipolar Advances in the diagnosis of bipolar mood disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Igor Alcantara

    2003-04-01

    Full Text Available Atualmente, vemos transformações no diagnóstico do Transtorno de Humor Bipolar (THB. A prática clínica exige conhecimento mais detalhado da correlação THB - outras doenças psiquiátricas. Nessa revisão não-sistemática, foram abordados aspectos diagnósticos do THB: a histórico, b Espectro Bipolar, c Depressão Atípica (DeA e Disforia Histeróide, d Estados Mistos, e relação THB-Transtornos de Ansiedade, f relação com o diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline (TPB, g contraponto ao conceito de espectro bipolar. A doença é conhecida desde a Grécia Antiga. Os estudos baseados nas publicações de Hagop Akiskal expandem o diagnóstico para além dos critérios usualmente utilizados, criando o conceito de espectro bipolar. A alta prevalência de comorbidade entre THB e Transtornos de Ansiedade corroboram que ambos compartilham o mesmo substrato neurobiológico. O debate demonstra que não há consenso, expondo a fragilidade dos nossos métodos diagnósticos. Entretanto, a revisão mostra a utilidade de sempre considerar o THB como diagnóstico diferencial.Nowadays, the diagnostic criteria for bipolar disorder (BD have been changed. We need a better awareness about BD-another psychiatry diseases correlation for a good clinical practice. The authors conducted a non-systematic review about some diagnostic topics in BD: a history, b bipolar spectrum, c atypical depression and hysterical disforia, d mixed states, e BD and anxious disorders comorbidity, f BD and borderline personality disorder relationship, g bipolar spectrum contest. The BD has been investigated since Hypocrites time. The studies based on Akiskal's ideas put the BD diagnostic beyond the common diagnostics criteria, establishing a new entity called bipolar spectrum. The high prevalence of comorbidity between BD and anxious disorders perhaps confirm the evidence that they share a same neurobiological substratum. There is no consensus and we realize that

  1. AVALIAÇÃO DO RISCO DE DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNOS ALIMENTARES EM ALUNAS DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS PARTICULARES, ARACAJU - SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MARIA DE FáTIMA MELO SILVEIRA

    2009-09-01

    Full Text Available

    Os transtornos alimentares são quadros psiquiátricos caracterizados por uma grave perturbação do comportamento alimentar, sendo a Anorexia e Bulimia Nervosa os dois tipos principais, os quais afetam principalmente adolescentes femininas e adultas jovens. O objetivo do trabalho foi avaliar o risco de alunas do ensino médio em escolas particulares de Aracaju-SE de desenvolverem transtornos alimentares dos tipos Anorexia e Bulimia Nervosa. Utilizou-se um questionário autopreenchível (com validação primária em 320 alunas, de 14 a 18 anos de idade, que aceitaram responder às questões sobre comportamento alimentar, imagem corporal, entre outras. O risco de desenvolvimento de transtornos alimentares na população avaliada foi evidenciado por determinadas manifestações, como a prática de dietas (39,0%, uso de medicamentos para emagrecer (10,8%, consumo compulsivo excessivo de alimentos (40,7% e eventos bulímicos (7,8%. Tendo em vista que a insatisfação corporal é um dos fatores principais que modulam a gênese dos distúrbios alimentares, o desgosto pelo próprio corpo (40,3%, apresentado pelas alunas analisadas, revelou a possibilidade de desenvolverem Anorexia e Bulimia Nervosa. Os resultados indicam a substancial necessidade de prevenção desses transtornos por meio de folderes e palestras, além da capacitação de profissionais da saúde e professores de ensino médio para a detecção do problema.

  2. Transtornos cognitivos e demências na clínica privada do especialista: estudo piloto de um inquérito de auto-avaliação Cognitive disorders and dementias in the private practice of specialists: pilot study of a self-assessment survey

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco de Assis Carvalho do Vale

    2004-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer sobre as características de transtornos cognitivos e demências na clínica privada de especialistas e o preparo desses médicos nessa área. MÉTODO: Nesse estudo piloto, foram entregues questionários de auto-avaliação aos neurologistas do Estado de São Paulo, obtendo-se 196 (22,8% respondentes. RESULTADOS: Muitos neurologistas estão envolvidos, concomitantemente com a clínica privada, com atividade de ensino (61,5% e/ou pesquisa (59,5%. A maioria não teve boa formação em transtornos cognitivos e demências durante graduação (77,3% ou residência/especialização (63,1%, entretanto 60,8% consideram satisfatório seu conhecimento na área e 83,0% declaram seu interesse igual ou maior que por outras. As queixas cognitivas mais freqüentes como razão primária da consulta são perda de memória (73,0% e dificuldade de atenção/concentração (48,0%. As demências mais freqüentes no consultório neurológico são do tipo Alzheimer (54,9% e vascular (23,0%. CONCLUSÃO: Transtornos cognitivos e demências representam uma proporção significativa na clínica privada do neurologista. Embora não tenham recebido boa formação em transtornos cognitivos e demências, os neurologistas respondentes demonstraram grande interesse pela área.OBJECTIVES: To know about the features of cognitive disorders and dementias in the private practice of specialists and these doctor's skills on that area. METHOD: In this pilot study, self-assessment questionnaries were delivered to neurologists of São Paulo State and 196 (22,8% were respondents. RESULTS: Many neurologists are involved, besides the private practice, with teaching (61.5% and/or research (59.5% activities. Most of them assessed as not good the training on cognitive disorders and dementias they had had during both the graduate (77.3% and residence (63.1% courses; nevertheless 60.8% self rated their knowledge on that subject as satisfactory and 83.0% declared their interest

  3. Evolucionismo e genética do transtorno de estresse pós-traumático Evolutionism and genetics of posttraumatic stress disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nina Leão Marques Valente

    2008-01-01

    Full Text Available Os autores discutem, a partir do conceito evolutivo, como a resposta de estresse, nas suas possibilidades de fuga e luta e de imobilidade tônica, pode levar a uma nova compreensão etiológica do transtorno de estresse pós-traumático. Através da análise dos agrupamentos de sintomas desse diagnóstico - revivência, evitação e hiperexcitação -, procuram correlacionar os achados neurobiológicos e evolutivos. As descobertas atuais sobre a genética do transtorno de estresse pós-traumático são resumidas e colocadas nessa perspectiva evolutiva, dentro de conceitos que possibilitam o entendimento da interação gene/ambiente, como a epigenética. Propõem que a pesquisa dos fatores de risco do transtorno de estresse pós-traumático deva ser investigada do ponto de vista fatorial, onde a somatória destes aumenta o risco de desenvolvimento do quadro, não sendo possível a procura da causa do transtorno de forma única. A pesquisa de genes candidatos no transtorno de estresse pós-traumático deve levar em consideração todos os sistemas associados aos processos de respostas ao estresse, sistemas dos eixos hipotálamo-hipofisário-adrenal e simpático, mecanismos de aprendizado, formação de memórias declarativas, de extinção e esquecimento, da neurogênese e da apoptose, que envolvem vários sistemas de neurotransmissores, neuropeptídeos e neuro-hormônios.The authors discuss, from the evolutionary concept, how flight and fight responses and tonic immobility can lead to a new understanding of posttraumatic stress disorder. Through the analysis of symptom clusters (revivals, avoidance and hyperexcitation, neurobiological and evolutionary findings are correlated. The current discoveries on posttraumatic stress disorder genetics are summarized and analyzed in this evolutionary perspective, using concepts to understand the gene-environment interaction, such as epigenetic. The proposal is that the research of susceptibility factors in

  4. Preocupação e insatisfação com o corpo, checagem e evitação corporal em pessoas com transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Nogueira Neves Betanho Campana

    2012-12-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo avaliar aspectos da imagem corporal em uma amostra de pessoas com anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno alimentar não-especificado. A amostra foi composta por 14 voluntárias atendidas pelo Ambulatório de Transtornos Alimentares da Universidade Estadual de Campinas. O Software de Avaliação Perceptiva foi utilizado para avaliar a insatisfação com o corpo. A preocupação com o corpo, checagem e evitação corporal foram avaliadas pelo Body Shape Questionnaire, Body Checking Questionnaire e Body Image Avoidance Questionnaire, respectivamente. A análise descritiva e as correlações entre as medidas mostraram elevados níveis de insatisfação, checagem, evitação e preocupação com o corpo, com associações significantes. Estes achados evidenciaram a importância dos parâmetros investigados na dinâmica dos transtornos alimentares. Conhecer esses componentes da imagem corporal favorece a ampliação das possibilidades de melhor compreender como se organiza a representação mental do corpo dessas pacientes e planejar mais cuidadosamente as intervenções no decurso do tratamento.

  5. Bipolar disorder first episode and suicidal behavior: are there differences according to type of suicide attempt? A polaridade do primeiro episódio no transtorno bipolar é um preditor para tentativa de suicídio (violenta e não violenta futura?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Silva Neves

    2009-06-01

    primeiro episódio foi de mania (PM. Comparamos as variáveis clínicas e demográficas dos dois grupos através do teste do qui quadrado e analisamos os resultados utilizando a regressão logística e análise univariada. RESULTADOS: Os pacientes definidos como PD apresentaram maior número de tentativas de suicídio ao longo da vida. Entretanto, após analisar os resultados através do método estatístico univariado, verificou-se que as únicas variáveis associadas com histórico de múltiplas tentativas de suicídio foram o diagnóstico de transtorno bipolar do tipo II (mean square = 15,022; p = 0,010 e a história de sintomas psicóticos (mean square = 17,359; p = 0,021. Ao avaliar a questão sob a perspectiva do tipo de tentativa de suicídio (se violenta ou não violenta, encontramos que os pacientes PM apresentavam maior probabilidade de cometer tentativas de suicídio violentas ao longo da vida (21,2% vs. 14,7%, X² = 7,028, p = 0,03. A análise estatística por regressão logística múltipla confirmou os resultados encontrados. CONCLUSÃO: Apenas o diagnóstico de transtorno bipolar tipo II e a existência de sintomas psicóticos são fatores associados com histórico de múltiplas tentativas de suicídio. A polaridade do primeiro episódio não está associada com o número de tentativas de suicídio em geral, entretanto existe associação entre tentativa de suicídio violenta e primeiro episódio de polaridade maníaca. Os resultados reforçam a evidência de que a tentativa de suicídio violenta é diferente da tentativa de suicídio não violenta, do ponto de vista fenotípico.

  6. WHOQOL-OLD assessment of quality of life in elderly patients with Parkinson's disease: influence of sleep and depressive symptoms Qualidade de vida (WHOQOL-OLD em idosos com doença de Parkinson: influência de sintomas do sono e depressivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Margis

    2010-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Parkinson's disease is a neurodegenerative disease with a number of motor and non-motor features that can affect quality of life. In this study, we aimed to assess quality of life, as well as to evaluate the potential determinants of quality of life, such as sleep quality, motor and depressive symptoms, in elderly patients with Parkinson's disease. METHOD: This was a cross-sectional study in which we applied the World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults in 57 Parkinson's disease patients over 60 years of age. RESULTS: Total World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults score was found to be associated with Parkinson's disease severity (rs = -0.43; p OBJETIVO: A doença de Parkinson é uma enfermidade neurodegenerativa com diversas manifestações motoras e não-motoras que podem provocar impacto na qualidade de vida. Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade de vida em pacientes com doença de Parkinson com idade superior a 60 anos por meio do questionário World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults e possíveis fatores determinantes, tais como qualidade de sono, sintomas motores e depressivos. MÉTODO: Foi realizado estudo transversal avaliando a qualidade de vida pelo questionário World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults em 57 pacientes com doença de Parkinson. RESULTADOS: World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults total apresentou associação com a severidade da doença de Parkinson (r s= -0,43; p < 0,001. As facetas de habilidade sensorial e de participação social apresentaram maior pontuação nos indivíduos com estágio leve em comparação ao grupo com doença de Parkinson avançada. World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults (faceta-I apresentou associação com Índice de Qualidade de Sono de Pittsburg e Escala de Sono na Doença de Parkinson (r p= -0

  7. Creatine kinase levels in patients with bipolar disorder: depressive, manic, and euthymic phases Comparação das fases de depressão, mania e eutimia sobre os níveis de creatina quinase em pacientes bipolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Feier

    2011-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Bipolar disorder is a severe, recurrent, and often chronic psychiatric illness associated with significant functional impairment, morbidity, and mortality. Creatine kinase is an important enzyme, particularly for cells with high and fluctuating energy requirements, such as neurons, and is a potential marker of brain injury. The aim of the present study was to compare serum creatine kinase levels between bipolar disorder patients, in the various phases (depressive, manic, and euthymic, and healthy volunteers. METHOD: Forty-eight bipolar patients were recruited: 18 in the euthymic phase; 17 in the manic phase; and 13 in the depressive phase. The control group comprised 41 healthy volunteers. The phases of bipolar disorder were defined as follows: euthymic-not meeting the DSM-IV criteria for a mood episode and scoring 7 on the YMRS; depressive-scoring > 7 on the HDRS and OBJETIVO: O transtorno do humor bipolar é uma doença psiquiátrica grave, recorrente e crônica associada a significativo prejuízo funcional, morbidade e mortalidade. A creatina quinase tem sido proposta como um marcador de dano cerebral. A creatina quinase é uma enzima importante principalmente para células que necessitam de uma grande quantidade de energia, como os neurônios. O objetivo do presente estudo foi comparar os níveis de creatina quinase entre as fases depressiva, maníaca e eutímica de pacientes com transtorno do humor bipolar. MÉTODO: Para avaliação dos níveis de creatina quinase no soro, 48 pacientes bipolares foram recrutados; 18 estavam eutímicos, 17 estavam em mania e 13 em episódio depressivo. Foi feita também uma comparação com um grupo controle que incluiu 41 voluntários saudáveis. Grupo eutimia: foram incluídos os pacientes que não cumpriam os critérios do DSM-IV para episódios de humor e deveriam ter a pontuação inferior a oito nas escalas de avaliação de mania (YMRS e depressão (HDRS; grupo mania: foram incluídos os

  8. Creatine kinase levels in patients with bipolar disorder: depressive, manic, and euthymic phases Comparação das fases de depressão, mania e eutimia sobre os níveis de creatina quinase em pacientes bipolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Feier

    2011-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Bipolar disorder is a severe, recurrent, and often chronic psychiatric illness associated with significant functional impairment, morbidity, and mortality. Creatine kinase is an important enzyme, particularly for cells with high and fluctuating energy requirements, such as neurons, and is a potential marker of brain injury. The aim of the present study was to compare serum creatine kinase levels between bipolar disorder patients, in the various phases (depressive, manic, and euthymic, and healthy volunteers. METHOD: Forty-eight bipolar patients were recruited: 18 in the euthymic phase; 17 in the manic phase; and 13 in the depressive phase. The control group comprised 41 healthy volunteers. The phases of bipolar disorder were defined as follows: euthymic-not meeting the DSM-IV criteria for a mood episode and scoring 7 on the YMRS; depressive-scoring > 7 on the HDRS and OBJETIVO: O transtorno do humor bipolar é uma doença psiquiátrica grave, recorrente e crônica associada a significativo prejuízo funcional, morbidade e mortalidade. A creatina quinase tem sido proposta como um marcador de dano cerebral. A creatina quinase é uma enzima importante principalmente para células que necessitam de uma grande quantidade de energia, como os neurônios. O objetivo do presente estudo foi comparar os níveis de creatina quinase entre as fases depressiva, maníaca e eutímica de pacientes com transtorno do humor bipolar. MÉTODO: Para avaliação dos níveis de creatina quinase no soro, 48 pacientes bipolares foram recrutados; 18 estavam eutímicos, 17 estavam em mania e 13 em episódio depressivo. Foi feita também uma comparação com um grupo controle que incluiu 41 voluntários saudáveis. Grupo eutimia: foram incluídos os pacientes que não cumpriam os critérios do DSM-IV para episódios de humor e deveriam ter a pontuação inferior a oito nas escalas de avaliação de mania (YMRS e depressão (HDRS; grupo mania: foram incluídos os

  9. Associations between polymorphic variants of the tryptophan hydroxylase 2 gene and obsessive-compulsive disorder Associação entre polimorfismos do gene da triptofano hidroxilase 2 e o transtorno obsessivo-compulsivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Filardi da Rocha

    2011-01-01

    serotonérgico estão associadas ao transtorno obsessivo-compulsivo, o gene da triptofano hidroxilase 2, enzima limitante da síntese da serotonina, é plausível candidato para estudos. MÉTODO: Nossa amostra é composta de 321 sujeitos (107 pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo e 214 controles e investigamos oito tagSNPs (rs4448731, rs4565946, rs11179000, rs7955501, rs10506645, rs4760820, rs1487275 e rs10879357 do gene da triptofano hidroxilase 2. Análise estatística foi realizada com os programas UNPHASED e Haploview. RESULTADOS: Análise de frequência alélica e genotípica entre casos e controles não evidenciaram diferenças estatisticamente significativas. No entanto, observamos maior prevalência dos haplótiposT-C-T (rs4448731, rs4565946, rs10506645 e C-A-T (rs4565946, rs7955501, rs10506645 entre os pacientes, assim como duas regiões com importantes desequilíbrios de ligação (SNPs rs4448731 e rs4565946; SNPs rs10506645 e 4760820. DISCUSSÃO: Nossos achados não demonstraram uma associação entre os SNPs do gene da TPH2 e o transtorno obsessivo-compulsivo, porém mais estudos são necessários, já que fortes desequilíbrios de ligação foram demonstrados, assim como dois haplótipos.

  10. Associations between polymorphic variants of the tryptophan hydroxylase 2 gene and obsessive-compulsive disorder Associação entre polimorfismos do gene da triptofano hidroxilase 2 e o transtorno obsessivo-compulsivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Filardi da Rocha

    2011-06-01

    serotonérgico estão associadas ao transtorno obsessivo-compulsivo, o gene da triptofano hidroxilase 2, enzima limitante da síntese da serotonina, é plausível candidato para estudos. MÉTODO: Nossa amostra é composta de 321 sujeitos (107 pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo e 214 controles e investigamos oito tagSNPs (rs4448731, rs4565946, rs11179000, rs7955501, rs10506645, rs4760820, rs1487275 e rs10879357 do gene da triptofano hidroxilase 2. Análise estatística foi realizada com os programas UNPHASED e Haploview. RESULTADOS: Análise de frequência alélica e genotípica entre casos e controles não evidenciaram diferenças estatisticamente significativas. No entanto, observamos maior prevalência dos haplótipos T-C-T (rs4448731, rs4565946, rs10506645 e C-A-T (rs4565946, rs7955501, rs10506645 entre os pacientes, assim como duas regiões com importantes desequilíbrios de ligação (SNPs rs4448731 e rs4565946; SNPs rs10506645 e 4760820. DISCUSSÃO: Nossos achados não demonstraram uma associação entre os SNPs do gene da TPH2 e o transtorno obsessivo-compulsivo, porém mais estudos são necessários, já que fortes desequilíbrios de ligação foram demonstrados, assim como dois haplótipos.

  11. Esquizofrenia: adesão ao tratamento e crenças sobre o transtorno e terapêutica medicamentosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Silva Nicolino

    2011-06-01

    Full Text Available Este estudo verificou a adesão de pessoas com esquizofrenia à medicação, identificou e comparou as crenças sobre transtorno e medicamento entre pacientes aderentes e não aderentes. Participaram do estudo 14 pacientes de um ambulatório de psiquiatria. Foi realizada entrevista semi-estruturada e aplicação do Teste de Morisky-Green. Os dados foram analisados com abordagem quali-quantitativa. Os resultados revelaram que 64,3% dos pacientes não aderem ao medicamento. A maioria dos entrevistados considerou a medicação capaz de reduzir a seriedade e severidade do transtorno. Entretanto, entre pacientes não aderentes, as barreiras no seguimento da terapêutica foram mais expressivas. Efeitos colaterais foram razão para descontinuidade do tratamento em 80% dos pacientes não aderentes intencionalmente. Observou-se conhecimento insuficiente sobre a esquizofrenia e tratamento medicamentoso. A fé foi mencionada pelos pacientes como estratégia para enfrentamento do processo vivenciado. Este estudo aponta para a necessidade de estratégias direcionadas à promoção da adesão ao medicamento entre pessoas com esquizofrenia.

  12. Síndrome de Tourette - revisão bibliográfica e relato de casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hounie Ana

    1999-01-01

    Full Text Available A Síndrome de Tourette (ST, outrora considerada rara - apenas uma curiosidade médica - tem sido alvo de crescente relevância na literatura e prática neuropsiquiátricas. Atualmente, estudos epidemiológicos têm demonstrado que sua freqüência é bem maior do que se supunha. Associando-se ao Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC, integra-se ao "Espectro Obsessivo-Compulsivo", despertando o interesse de centros de pesquisa. Este trabalho busca revisar a literatura sobre o tema. Aborda o transtorno em sua perspectiva histórica. Comenta as teorias etiopatogênicas, o diagnóstico, o quadro clínico, e os tratamentos disponíveis. Serão relatados e discutidos três casos atendidos pela autora no Ambulatório de TOC e Transtornos Relacionados do HC-UFPE: um caso clássico, peculiaridades da ST em um portador de retardo mental e um caso de Tourettismo.

  13. Mudanças psicossociais no contexto familiar após a desospitalização do sujeito com transtornos mentais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Aparecida Costa

    Full Text Available A partir da reforma psiquiátrica, pretendeu-se conhecer o contexto familiar após a desospitalização do sujeito com transtornos mentais, e como a reabilitação psicossocial tem se articulado nesse processo. Foram entrevistadas cinco pessoas, familiares de sujeitos com transtornos mentais atendidos em um CAPS, e foi utilizada a metodologia qualitativa com análise temática. A coleta dos dados se deu através de entrevistas semiestruturadas. Os resultados apontaram limitações nas trocas sociais e o CAPS como única referência social e de tratamento. Nas trocas materiais, os sujeitos não possuem trabalho com valor social, e nas trocas afetivas, verificaram-se características da desospitalização sobrecarregando os familiares. Mesmo assim, esses se mostram favoráveis a esse processo. Contudo, existe a necessidade de construção e ampliação da rede de apoio social.

  14. Eletroconvulsoterapia na depressão maior: aspectos atuais Electroconvulsive therapy in major depression: current aspects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Barros Antunes

    2009-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: A eficácia da eletroconvulsoterapia em tratar sintomas depressivos está estabelecida por meio de inúmeros estudos desenvolvidos durante as últimas décadas. A eletroconvulsoterapia é o tratamento biológico mais efetivo para depressão atualmente disponível. O objetivo deste estudo foi demonstrar o papel da eletroconvulsoterapia no tratamento da depressão e destacar aspectos atuais relativos à sua prática. MÉTODO: Foram revisados na literatura estudos de eficácia, remissão de sintomas, fatores preditores de resposta, assim como aspectos atuais acerca da qualidade de vida, percepção dos pacientes, mecanismo de ação, técnica e prejuízo cognitivos. RESULTADOS: Os principais achados desta revisão foram: 1 a eletroconvulsoterapia é mais efetiva do que qualquer medicação antidepressiva; 2 a remissão da depressão com a eletroconvulsoterapia varia, em geral, de 50 a 80%; 3 Ainda é controverso o efeito da eletroconvulsoterapia nos níveis de fator neurotrófico derivado do cérebro (acho que aqui pode colocar entre parenteses o "BNDF"; 4 a eletroconvulsoterapia tem efeito positivo na melhora da qualidade de vida; 5 os pacientes submetidos à eletroconvulsoterapia, em geral, têm uma percepção positiva do tratamento. CONCLUSÃO: A eletroconvulsoterapia permanece sendo um tratamento altamente eficaz em pacientes com depressão resistente. Com o avanço da sua técnica, a eletroconvulsoterapia tornou-se um procedimento ainda mais seguro e útil tanto para a fase aguda, quanto para a prevenção de novos episódios depressivos.OBJECTIVE: The efficacy of electroconvulsive therapy in treating depressive symptoms has been established by means of innumerable studies developed along the last decades. Electroconvulsive therapy is the most effective biological treatment for depression currently available. The objective of this study was to demonstrate the role of electroconvulsive therapy in the treatment of depression and

  15. Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação: uma Revisão de Literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wagner PULZI

    2015-09-01

    Full Text Available RESUMOO movimento possui relação direta com a aprendizagem e com as relações sociais. Crianças que apresentam dificuldades de movimento podem possuir o transtorno do desenvolvimento da coordenação (TDC. O presente artigo trata-se de uma revisão bibliográfica sobre o assunto e teve por objetivo discutir o que foi publicado sobre o TDC entre os anos de 2002 e 2012, apresentando um panorama quanto ao histórico, prevalência, influências na vida cotidiana, acadêmica e social e possibilidades de intervenção. O termo TDC é usado para se referir às dificuldades nas habilidades motoras e que não é devido deficiências de ordem intelectual, sensorial primária ou neurológica. Esse problema afeta a vida das crianças no seu cotidiano, nas atividades de lazer, na escola e na vida social. Na escola, esse transtorno acarreta em baixo rendimento acadêmico, dificuldades de escrita e compreensão de conceitos matemáticos. Na vida social, pode ocorrer o isolamento e a dificuldade de pertencer a um grupo. Tanto os pais como os professores podem auxiliar no desenvolvimento global e social dessas crianças através de estratégias diferenciadas. Atualmente, destaca-se a necessidade de desenvolvimento de propostas que visem desenvolver e potencializar as habilidades dos escolares com dificuldades motoras.

  16. Personality traits and treatment outcome in obsessive-compulsive disorder Traços de personalidade e resposta terapêutica no transtorno obsessivo-compulsivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Corchs

    2008-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Comorbidity with personality disorders in obsessive-compulsive patients has been widely reported. About 40% of obsessive-compulsive patients do not respond to first line treatments. Nevertheless, there are no direct comparisons of personality traits between treatment-responsive and non-responsive patients. This study investigates differences in personality traits based on Cloninger's Temperament and Character Inventory scores between two groups of obsessive-compulsive patients classified according to treatment outcome: responders and non-responders. METHOD: Forty-four responsive and forty-five non-responsive obsessive-compulsive patients were selected. Subjects were considered treatment-responsive (responder group if, after having received treatment with any conventional therapy, they had presented at least a 40% decrease in the initial Yale-Brown Obsessive Compulsive Scale score, had rated "better" or "much better" on the Clinical Global Impressions scale; and had maintained improvement for at least one year. Non-responders were patients who did not achieve at least a 25% reduction in Yale-Brown Obsessive Compulsive Scale scores and had less than minimal improvement on the Clinical Global Impressions scale after having received treatment with at least three selective serotonin reuptake inhibitors (including clomipramine, and at least 20 hours of cognitive behavioral therapy. Personality traits were assessed using Temperament and Character Inventory. RESULTS: Non-responders scored lower in self-directedness and showed a trend to score higher in persistence than responders did. CONCLUSION: This study suggests that personality traits, especially self-directedness, are associated with poor treatment response in obsessive-compulsive patients.OBJETIVO: Comorbidade com transtornos de personalidade tem sido extensamente descrita no transtorno obsessivo-compulsivo. Aproximadamente 40% dos pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo n

  17. A habilidade de atenção auditiva sustentada em crianças com fissura labiopalatina e transtorno fonológico Sustained auditory attention ability in children with cleft lip and palate and phonological disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tâmyne Ferreira Duarte de Moraes

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a habilidade de atenção auditiva sustentada em crianças com fissura labiopalatina e transtorno fonológico, comparando o desempenho com crianças com fissura labiopalatina e ausência de transtorno fonológico. MÉTODOS: Dezessete crianças com idade entre 6 e 11 anos, com fissura labiopalatina transforame unilateral operada e ausência de queixa e/ou alteração auditiva, separadas em dois grupos: GI (com transtorno fonológico e GII (com auŝencia de transtorno fonológico. Para detecção de alteração auditiva foram realizadas audiometria e timpanometria. Para avaliação fonológica foram utilizados os seguintes instrumentos: Teste de Linguagem Infantil e Consciência Fonológica: Instrumento de Avaliação Sequencial. Para avaliar a habilidade de atenção auditiva foi aplicado o Teste da Habilidade de Atenção Auditiva Sustentada. RESULTADOS: Das sete crianças com transtorno fonológico (41%, duas (29% apresentaram alteração nos resultados do Teste da Habilidade de Atenção Auditiva Sustentada. Não houve diferença entre as crianças com fissura labiopalatina e transtorno fonológico e as crianças com fissura labiopalatina e ausência de transtorno fonológico quanto aos resultados do Teste de Habilidade de Atenção Auditiva Sustentada. CONCLUSÃO: A habilidade de atenção auditiva sustentada nas crianças com fissura labiopalatina e transtorno fonológico não difere da habilidade de atenção auditiva sustentada de crianças com fissura labiopalatina sem transtorno fonológico.PURPOSE: To verify the ability of sustained auditory attention in children with cleft lip and palate and phonological disorder, in comparison with the performance of children with cleft lip and palate and absence of phonological disorder. METHODS: Seventeen children with ages between 6 and 11 years, with repaired unilateral complete cleft lip and palate and absence of auditory complaints or hearing problems, were divided into two

  18. Transtorno de estresse pós-traumático: evolução dos critérios diagnósticos e prevalência Posttraumatic stress disorder: development of diagnostic criteria and prevalence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Sbardelloto

    2011-04-01

    Full Text Available O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT se caracteriza por sintomas persistentes de revivência, evitação e entorpecimento, e excitabilidade aumentada, após a exposição a um evento traumático. Estudos epidemiológicos mostram que, entre os transtornos de ansiedade, o TEPT é o terceiro mais prevalente. Desde 1980, quando foi reconhecido como um diagnóstico válido, mudanças conceituais importantes ocorreram. A partir disso, o presente artigo apresenta uma revisão crítica da literatura sobre o desenvolvimento dos critérios diagnósticos do TEPT ao longo das edições do Manual diagnóstico e estatístico dos transtornos mentais (DSM, bem como informações sobre a prevalência do transtorno.Posttraumatic stress disorder (PTSD can be characterized by persistent symptoms of reexperience, avoidance and numbing, and increased arousal following exposure to a traumatic event. Epidemiological studies showed that PTSD is the third most prevalent anxiety disorder. Since it's recognition in 1980 as a valid diagnosis, important conceptual changes occurred. This article presents a critical review of the literature regarding development of diagnosis criteria of PTSD in the Diagnostic and statistical manual of mental disorders (DSM as well as information regarding its prevalence.

  19. Prevalência de Transtorno Mental e Comportamental em Trabalhadores de Indústrias de Abate de Suínos e Aves no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romilda Guilland

    2017-02-01

    Full Text Available No Brasil, no Paraná, a produção de alimentos de origem animal é uma das atividades econômicas que mais contrata força de trabalho, mas, também, é uma das que mais contribui para a ocorrência de adoecimentos, porém ainda se tem pouco conhecimento sobre os transtornos mentais. Trata-se de uma pesquisa epidemiológica de caráter descritivo acerca de transtornos mentais e comportamentais em trabalhadores de indústrias de abate de suínos, aves e outros pequenos animais do estado do Paraná. Foram utilizados dados secundários da Previdência Social brasileira, de 2008 a 2014. Os resultados apontaram que a maioria dos trabalhadores incapacitados têm entre 28 e 38 anos, são mulheres e apresentam prevalência de depressão. Houve prevalência do benefício auxílio-doença previdenciário em detrimento do auxílio-doença por acidente de trabalho, que possui nexo com o trabalho. Além disso, redução anual dos benefícios acidentários concedidos. Conclui-se que há dificuldade dos trabalhadores em obter o reconhecimento da doença como decorrente do trabalho, especialmente quando caracterizadas como transtornos mentais.

  20. Programa de abordagem interdisciplinar no tratamento do transtorno de personalidade borderline: relato da experiência no ambulatório Melanie Klein do Hospital Psiquiátrico São Pedro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dal'Pizol Adriana

    2003-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os transtornos de personalidade são uma classe diagnóstica em Psiquiatria cujo tratamento não está ainda claramente definido. Devido ao grande número de alterações que o transtorno de personalidade borderline ocasiona na vida de seus portadores, propomos um atendimento interdisciplinar integrado. Esta proposta organiza-se em quatro eixos: psicoterapia individual de orientação analítica, grupoterapia de orientação analítica, psicofarmacoterapia e intervenções sociais. METODOLOGIA: Este estudo baseia-se na descrição da experiência obtida pelos autores na implantação de um Programa de Abordagem Interdisciplinar no Tratamento do Transtorno de Personalidade Borderline, utilizando como exemplo dois relatos de caso sucintos, a respeito de duas pacientes com transtorno de personalidade borderline. Foram avaliados critérios qualitativos para descrever a melhora obtida pelas pacientes através do Programa (relacionamento interpessoal, interesses e atividades ocupacionais e de lazer, autonomia e quantitativos (número de internações, tentativas de suicídio, procura por serviços de emergência. RESULTADOS E DISCUSSÃO: As intervenções sociais mostraram-se eficazes ao incrementar as terapêuticas já tradicionalmente colocadas. Houve melhoras relacionadas aos critérios acima colocados. CONCLUSÃO: Os resultados encontrados alertam-nos para a necessidade de observarmos os pacientes em seus diversos contextos, de forma a apresentar intervenções que dêem conta dessas múltiplas dimensões.

  1. Transtornos alimentares: o papel dos aspectos culturais no mundo contemporâneo Transtornos alimentarios: el papel de los aspectos culturales en el mundo contemporáneo Eating disorders: the role of cultural aspects in the contemporary world

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Langlois Oliveira

    2010-09-01

    Full Text Available Os transtornos alimentares são patologias caracterizadas primordialmente pelo medo mórbido de engordar. Vários são os fatores envolvidos tanto na etiologia quanto na manutenção e na gravidade dessas doenças, principalmente fatores individuais, familiares e culturais. Em relação a estes últimos, salienta-se o papel dos aspectos históricos, estéticos, midiáticos, transculturais, socioeconômicos, raciais e de gênero. Pesquisas atuais realizadas em diversas culturas demonstram a existência de uma relação entre esses fatores e os índices de anorexia nervosa e bulimia nervosa. A busca por um padrão estético globalizado (magreza, segundo a literatura, tem um papel central no aumento do número de casos. O objetivo deste artigo é apresentar uma discussão teórica acerca dos aspectos culturais envolvidos no aumento do número de casos de transtornos alimentares. Este trabalho pretende também destacar a necessidade de que profissionais de diversas áreas estejam atentos para os perigos do padrão de beleza atual, a fim de potencializar intervenções preventivas.Los transtornos alimentarios son patologías caracterizadas primordialmente por el miedo mórbido de engordar. Varios son los factores involucrados ya sea en la etiología cuanto en la manutención y en la gravedad de esas enfermidades: individuales, familiares y culturales. Con relación a esos últimos, se resalta el papel de los aspectos históricos, estéticos, midiáticos, transculturales, socio económicos, raciales y de género. Investigaciones actuales realizadas en diferentes culturas muestran la existencia de una relación entre esos factores y los índices de anorexia nervosa y bulimia nervosa. El objetivo de ese artículo es presentar una discusión a cerca de los aspectos culturales involucrados en el aumento del número de casos de transtornos alimentarios. Ese trabajo pretende también destacar la necesidad de que profesionistas de diversas áreas estean

  2. Transtorno da compulsão alimentar periódica Binge eating disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Pinto de Azevedo

    2004-01-01

    Full Text Available O transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP foi descrito pela primeira vez nos anos 1950. Contudo, sua elevação à categoria diagnóstica apenas ocorreu em 1994, quando foi incluído no apêndice B do DSM IV, com critérios provisórios para seu diagnóstico. Trata-se de uma síndrome caracterizada por episódios recorrentes de compulsão alimentar, sem qualquer comportamento de compensação para evitar um possível ganho de peso. Incertezas quanto a seus parâmetros diagnósticos como caracterização da quantidade de alimentos ingeridos, duração de um episódio de comer compulsivo, ou mesmo o valor da perda de controle sobre a ingestão alimentar, tornam difíceis uma homogeinização de um grupo sindrômico. Desta forma, estudos epidemiológicos podem revelar diferentes dados de caracterização da população portadora deste transtorno. Isto reforça a necessidade da manutenção de estudos para avaliação desta patologia.Binge eating disorder was first described in 1955. However, its upgrade to a diagnostic category only occurred in 1994, when it was included in appendix B of DSM IV, with provisory criteria. It is characterized by recurrent episodes of binge eating, without any compensatory behavior to prevent a possible weight gain. Uncertainties about the diagnostic criteria like the amount of food ingested, the duration or the value of the loss of control during a binge eating episode make its characterization difficult. Then, epidemiological studies may reveal the characterization of this disorder. This means that more studies are needed for an appropriate evaluation of this pathology.

  3. Alterações comportamentais graves em paciente com doença de Fahr Severe behavioral changes in a patient with Fahr’s disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arthur Kümmer

    2006-09-01

    Full Text Available Relatamos o caso de um homem de 40 anos de idade com doença de Fahr, definida por calcificações idiopáticas bilaterais em núcleos da base, que desenvolveu transtorno depressivo, tiques motores e fônicos, comportamentos estereotipados tipo "punding" e alterações de personalidade com importantes implicações sócio-familiares. Discutimos as manifestações psicopatológicas da doença de Fahr e a importância dos núcleos da base na determinação do comportamento humano.We report on a case of a 40 year-old man with Fahr’s disease, defined by idiopathic bilateral basal ganglia calcification, who developed depressive disorder, motor and phonic tics, stereotyped behaviors such as punding and personality changes with significant social and familiar implications. We discuss about the psychopathology of Fahr’s disease and the relevance of the basal ganglia in the determination of human’s behavior.

  4. Instrument to screen cases of pervasive developmental disorder: a preliminary indication of validity Instrumento para rastreamento dos casos de transtorno invasivo do desenvolvimento: estudo preliminar de validação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Pinato Sato

    2009-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To translate into Portuguese, back-translate, culturally adapt and validate a screening instrument for pervasive developmental disorder, the Autism Screening Questionnaire, for use in Brazil. METHOD: A sample of 120 patients was selected based on three groups of 40: patients with a clinical diagnosis of pervasive developmental disorder, Down syndrome, or other psychiatric disorders. The self-administered questionnaire was applied to the patients' legal guardians. Psychometric measures of the final version of the translated questionnaire were tested. RESULTS: The score of 15 had sensitivity of 92.5% and specificity of 95.5% as a cut-off point for the diagnosis of pervasive developmental disorder. Internal validity for a total of 40 questions was 0.895 for alpha and 0.896 for KR-20, ranging from 0.6 to 0.8 for both coefficients. Test and retest reliability values showed strong agreement for most questions. CONCLUSIONS: The final version of this instrument, translated into Portuguese and adapted to the Brazilian culture, had satisfactory measurement properties, suggesting preliminary validation proprieties. It was an easy-to-apply, useful tool for the diagnostic screening of individuals with pervasive developmental disorder.OBJETIVO: Tradução, retro-versão, adaptação cultural e validação do Autism Screening Questionnaire para a língua portuguesa e para o seu uso no Brasil. MÉTODO: Foi selecionada uma amostra inicial de 120 pacientes, encaminhados de duas clínicas privadas e uma pública, divida em três grupos de 40 pacientes distintos: pacientes com diagnóstico clínico de transtornos globais do desenvolvimento ou transtornos invasivos do desenvolvimento; de síndrome de Down e de outros transtornos psiquiátricos. O questionário foi aplicado aos responsáveis legais dos pacientes seguindo os padrões de um questionário auto-aplicável. As medidas psicométricas do questionário traduzido, na sua versão final, foram

  5. Intervenções psicossociais no transtorno bipolar Psychosocial interventions for bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Pereira Justo

    2004-01-01

    Full Text Available Neste trabalho, os autores, através de revisão bibliográfica narrativa, situam as intervenções psicossociais dentro do panorama terapêutico para o transtorno bipolar e constatam que ainda são insuficientes os estudos primários feitos com metodologia adequada para a obtenção de informações científicas de boa qualidade. São sucintamente descritos os trabalhos mais relevantes.In this paper, the authors review the status of psychosocial interventions within the general treatment for bipolar disorder. They have verified the scantiness of studies performed with adequate methodology to obtain scientific information of good quality. The more relevant studies are briefly described.

  6. Ambiente familiar e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade Ambiente familiar y trastorno por déficit de atención e hiperactividad Family environment and attention-deficit hyperactivity disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago de Oliveira Pires

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados a transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças. MÉTODOS: Estudo longitudinal sobre problemas de comportamento em crianças escolares de São Gonçalo, RJ, em 2005. Foram analisados 479 escolares da rede pública selecionados por amostragem por conglomerados em três estágios. Foi utilizada a escala Child Behavior Checklist para medição do desfecho. Foi aplicado um questionário para pais/responsáveis acerca dos fatores de exposição analisados: perfil da criança e da família, variáveis de relacionamento familiar, violências físicas e psicológicas. O modelo regressão log-binomial com enfoque hierarquizado foi empregado para a análise. RESULTADOS: Quociente de inteligência mais alto associou-se inversamente à frequência do transtorno (RP = 0,980 [IC95% 0,963;0,998]. A prevalência de transtorno nas crianças foi maior quando havia disfunção familiar do que entre famílias com melhor forma de se relacionar (RP = 2,538 [IC95% 1,572;4,099]. Crianças que sofriam agressão verbal pela mãe apresentaram prevalência 3,7 vezes maior do que aquelas não expostas a essa situação no último ano (RP = 4,7 [IC95% 1,254;17,636]. CONCLUSÕES: Relações familiares negativas estão associadas aos sintomas de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Sua associação com quociente de inteligência reitera a importância da base genética e ambiental na origem do transtorno.OBJETIVO: Analizar factores asociados a trastorno por déficit de atención e hiperactividad en niños. MÉTODOS: Estudio longitudinal sobre problemas de comportamiento en niños escolares de Sao Gonçalo, Sureste de Brasil, en 2005. Se analizaron 479 escolares de la red pública seleccionados por muestreo por conglomerados en tres fases. Se utilizó la escala Child Behavior Checklist para medir el resultado. Se aplicó un cuestionario para padres/responsables sobre los factores de exposici

  7. Validity of the Mood Disorder Questionnaire in a Brazilian psychiatric population Validação da versão em português do Questionário de Transtornos do Humor em uma população brasileira de pacientes psiquiátricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milena S. Castelo

    2010-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Bipolar spectrum disorders are prevalent and frequently underdiagnosed and undertreated. This report describes the development and validation of the Brazilian version of the Mood Disorder Questionnaire, a screening instrument for bipolar spectrum disorders, in an adult psychiatric population. METHOD: A total of 114 consecutive patients attending an outpatient psychiatric clinic completed the Brazilian version of the Mood Disorder Questionnaire. A research psychiatrist, blind to the Mood Disorder Questionnaire results, interviewed patients by means of the mood module of the Structured Clinical Interview for DSM-IV ('gold standard'. RESULTS: The internal consistency of the Brazilian Mood Disorder Questionnaire, evaluated with Cronbach's alpha coefficient was 0.76 (95% CI; 0.69-0.92. Principal component analysis with varimax rotation indicated an 'irritability-racing thoughts' factor and 'energized-activity' factor, which explained 39.1% of variance. On the basis of the SCID, 69 (60.5% individuals received a diagnosis of bipolar disorders. A Brazilian Mood Disorder Questionnaire screening score of 8 or more items yielded sensitivity of 0.91 (95% CI; 0.85-0.98, specificity of 0.70 (95% CI; 0.62-0.75, a positive predictive value of 0.82 (95% CI; 0.75-0.88 and a negative predictive value of 0.84 (95% CI; 0.77-0.90. CONCLUSION: The present data demonstrate that the Brazilian Mood Disorder Questionnaire is a valid instrument for the screening of bipolar disorders. The instrument needs to be validated in other settings (e.g., in general practice.OBJETIVO: Transtornos do espectro bipolar são prevalentes e comumente subdiagnosticados e subtratados. O presente trabalho descreve o desenvolvimento e a validação da versão brasileira do questionário de transtornos do humor, um instrumento de rastreio para transtornos bipolares, em uma população psiquiátrica adulta. MÉTODO: 114 pacientes consecutivos de um ambulatório psiqui

  8. Transtorno de estresse pós-traumático: formulação diagnóstica e questões sobre comorbidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Câmara Filho José Waldo S

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Atualizar os principais aspectos relacionados ao quadro clínico e ao diagnóstico do transtorno de estresse pós-traumático (TEPT, assim como discutir sua validade como entidade nosológica e sua comorbidade. MÉTODOS: Descrição da sintomatologia clínica, detendo-se em seu significado fenomenológico, e revisão da literatura sobre comorbidade e validação diagnóstica. RESULTADOS: O TEPT tem sua apresentação clínica dividida em três grupos sintomatológicos relacionados à reexperiência traumática, ao comportamento de esquiva e distanciamento emocional e à hiperexcitabilidade psíquica. A estruturação diagnóstica do TEPT, especialmente a validade do constructo, vem sendo confirmada por evidências crescentes oriundas de estudos de natureza epidemiológica e neurobiológica. A prevalência de transtornos co-mórbidos próxima a 80% desperta a atenção sobre a maneira em que é conceituado o diagnóstico. Questiona-se se a imprecisão descritiva dos critérios diagnósticos, permitindo a sobreposição de sintomas de outros transtornos, não estaria contribuindo para uma superestimação da prevalência co-mórbida. CONCLUSÃO: O TEPT é considerado válido como diagnóstico, reconhecendo e legitimando a condição clínica, não necessariamente temporária, derivada essencialmente do trauma psicológico.

  9. Neuropsicologia dos transtornos alimentares: revisão sistemática da literatura Neuropsychology of eating disorders: a systematic review of the literature

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica Duchesne

    2004-06-01

    Full Text Available ANTECEDENTES: A etiologia dos transtornos alimentares (TA ainda não se encontra estabelecida. Dentre os diversos fatores envolvidos, a hipótese de uma disfunção do sistema nervoso central tem sido explorada de diversas maneiras. Assim, a avaliação neuropsicológica de pacientes com TA tem por finalidade investigar a ocorrência de déficits cognitivos associados a estas patologias. OBJETIVOS: O objetivo deste artigo é avaliar o estado atual das investigações sobre a avaliação neuropsicológica em pacientes com TA. MÉTODOS: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica - utilizando as seguintes bases de dados como estratégias de procura: MedLINE, PsychoINFO, LILACS e Cochrane Data Bank -, procurando artigos relacionados ao tema e publicados até o ano de 2004. RESULTADOS: A anorexia nervosa é o transtorno alimentar que conta com mais estudos neuropsicológicos e, de uma forma geral, os resultados apontam para déficits de atenção, déficits viso-espaciais e de viso-construção. Na bulimia nervosa, as alterações mais encontradas são déficits de atenção seletiva e das funções executivas. O transtorno da compulsão alimentar periódica ainda não conta com estudos neuropsicológicos até o momento. Após um tratamento bem-sucedido do transtorno alimentar, embora haja uma diminuição dos déficits cognitivos, algumas alterações cognitivas parecem persistir. CONCLUSÕES: Os transtornos alimentares parecem estar associados a algum grau de disfunção neuropsicológica, muito embora as funções específicas que se apresentam deficitárias variem entre os estudos encontrados, talvez em decorrência de variações metodológicas. O fato de que, após o tratamento, alguns pacientes apresentem uma melhora no funcionamento cognitivo poderia indicar que, em alguns casos, os déficits seriam funcionais. A ausência de melhora no funcionamento cognitivo de alguns pacientes, após diversas formas de intervenção, pode sugerir que estes

  10. Abuso de drogas e transtornos alimentares entre mulheres: sintomas de um mal-estar de gênero?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Helena Simões-Barbosa

    Full Text Available Resumo: O artigo discute o abuso de drogas e os transtornos alimentares sob as perspectivas críticas de gênero e do cuidado em saúde. Postula-se que o sofrimento subjetivo pode se expressar no corpo por meio das doenças psicossomáticas. Nessa perspectiva, a insaciável fome consumista das drogas ou de bens supérfluos, bem como o adoecimento pela fome voluntária em busca de um ideal de esbeltez, como na anorexia e bulimia, podem ser sintomas que denunciam o sofrimento feminino. Uma revisão nos campos da saúde coletiva e das teorias feministas destaca a magnitude dos fenômenos da medicalização e mercantilização da saúde presentes na psiquiatrização do mal-estar feminino. Na transição de gênero das sociedades capitalistas, as cobranças sociais pelo desempenho dos velhos e novos papéis femininos acentuam sentimentos de inadequação, traduzidos no mal-estar de gênero que circunda o abuso de drogas e os transtornos alimentares, analisados como patologias de protesto. Propõe-se o resgate do ideário do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher, orientado pela integralidade, para enfrentar tais desafios.

  11. Saberes e práticas do agente comunitário de saúde no universo do transtorno mental Knowledge and practices of the community health agent in the universe of mental disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Maria Mont'Alverne de Barros

    2009-02-01

    Full Text Available Esta investigação, de natureza qualitativa, objetivou conhecer os saberes e práticas do agente comunitário de saúde no universo do transtorno mental. Foram entrevistados catorze agentes que atuam na Estratégia Saúde da Família de Sobral, Ceará. Inferimos que a construção dos conceitos acerca do transtorno mental é um processo influenciado por fatores subjetivos e socioculturais e vinculado à vivência de experiências concretas. Os agentes comunitários de saúde utilizam diferentes parâmetros para conceituar uma pessoa com transtornos mentais, como padrões de normalidade ou anormalidade do comportamento e capacidade de realizar julgamentos de fato. O isolamento social emergiu como importante fator, tendo sido relatado, pelos diferentes sujeitos da pesquisa, como causa, conseqüência e como o próprio transtorno mental. O medo, como conseqüência da estranheza causada pelo comportamento das pessoas com transtornos mentais, foi identificado como um importante entrave à atuação dos agentes comunitários de saúde. As estratégias adotadas por estes profissionais, pautadas fundamentalmente no diálogo, revelam a preocupação com a inserção social e com a necessidade de envolvimento das famílias no cuidado das pessoas com transtornos mentais.This qualitative investigation aimed at collecting information about the knowledge and practices of the community health agents related to the universe of mental disorders. Fourteen agents working in the Family Health Program in Sobral, Ceará were interviewed. We deduced that the concepts of mental disorder are constructed in a process influenced by subjective and socio-cultural aspects and in connection with concrete experiences. The community health agents judge mentally disturbed persons on the basis of different criteria such as normal or abnormal behavior standards and the capacity to make judgments. Social isolation emerged as an important factor, considered by the different

  12. Terapia de linguagem de irmãos com transtornos invasivos do desenvolvimento: estudo longitudinal Language therapy of brothers with pervasive developmental disorders: longitudinal study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Regina Nunes Misquiatti

    2010-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi descrever o processo de intervenção fonoaudiológica de dois irmãos com transtornos invasivos do desenvolvimento, por meio de um estudo longitudinal de caso clínico. Participaram dois irmãos, um de nove e outro de 11 anos de idade, ambos do gênero masculino, com autismo (Caso 1 e transtorno invasivo do desenvolvimento sem outra especificação (Caso 2. Como procedimento de coleta e análise de dados foi realizado um estudo longitudinal, por meio de acompanhamento dos casos ao longo de quatro anos de intervenção fonoaudiológica. Foram realizadas filmagens durante as sessões de terapia, análise documental de informações dos prontuários referentes à anamnese, avaliação e relatórios terapêuticos fonoaudiológicos, exames e avaliações multidisciplinares. Em ambos os casos houve melhora no contato visual, na interação social, no vocabulário e na brincadeira simbólica. No Caso 1 ocorreu aumento de 2,0 para 6,2 atos comunicativos por minuto, no Caso 2 de 3,5 para 8,0 atos e ambos demonstraram predominância do meio verbal e maior variedade de funções comunicativas. Outros fatores influenciaram estes resultados, como a deficiência intelectual, a dinâmica familiar, os conflitos no relacionamento entre os irmãos e o ambiente escolar em que estavam inseridos. Confirmou-se a relevância do fonoaudiólogo em intervenções nos transtornos invasivos do desenvolvimento, junto a equipes multidisciplinares, para a discussão diagnóstica e de condutas mais adequadas. Estudos longitudinais podem contribuir para uma análise mais detalhada e fidedigna de intervenções terapêuticas nesses casos, para esclarecer lacunas existentes na literatura e subsidiar a atuação do fonoaudiólogo clínico.The aim of this research was to describe the language intervention process of two brothers with pervasive developmental disorders, through a longitudinal clinical case study. Two brothers - one nine and the other 11

  13. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade na infância e na adolescência: considerações clínicas e terapêuticas Attention-deficit/hyperactivity disorder in childhood and adolescence: clinical and therapeutic aspects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Augusto Rohde

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH é um transtorno mental com alta prevalência em crianças e adolescentes, causando prejuízos importantes no funcionamento dos indivíduos acometidos. A presente revisão visa a orientar o psiquiatra sobre alguns dilemas clínicos e terapêuticos freqüentemente encontrados no tratamento desses pacientes. MÉTODOS: Revisão abrangente, não sistemática da literatura sobre as seguintes questões: a diferenciação normalidade/presença do transtorno; b importância clínica do critério de idade de início de prejuízo dos sintomas; c a fronteira com quadros de transtorno de humor bipolar (THB; d diretrizes terapêuticas na presença de comorbidades. RESULTADOS: São apresentadas dicas clínicas para caracterizar o diagnóstico sem aumentar significativamente a proporção de falsos positivos no grupo dos portadores do transtorno, bem como para auxiliar tanto no diagnóstico diferencial com THB quanto no manejo farmacológico do transtorno na presença de comorbidades. CONCLUSÕES: O correto diagnóstico, evitando-se critérios muito flexíveis, é fundamental para um transtorno com constructo dimensional na população, bem como a adequada utilização de medicação para um transtorno com alta prevalência de comorbidades.OBJECTIVE: Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder is a very prevalent disorder in children and adolescents determining important impairments in those affected. This review aims to discuss some clinical and therapeutic dilemmas found by clinical psychiatrists in the treatment of the disorder. METHODS: This is a comprehensive, non-systematic review of the literature addressing the following issues: a differentiation normality/presence of the disorder; b clinical relevance of the age-of-onset of impairment criterion; c frontiers with Bipolar Disorders (BD; d guidelines for treatment when the disorder is associated with comorbidities. RESULTS: Clinical tips

  14. Alterações das funções executivas em crianças e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Martins Dias

    2010-05-01

    Full Text Available Funções executivas constituem um conjunto de processos cognitivos que permitem a regulação da cognição e do comportamento, possibilitando o engajamento do indivíduo em ações complexas. Essas habilidades estão comprometidas em uma diversidade de condições clínicas e este artigo teórico teve como objetivo oferecer uma revisão não-sistemática de alguns quadros nos quais estas habilidades apresentam-se prejudicadas, sobretudo em crianças e adolescentes. Verificou-se que condições como transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, transtorno obsessivo-compulsivo, síndrome de Tourette, transtornos globais do desenvolvimento, transtornos de aprendizagem como a dislexia e a discalculia, além de alterações cromossômicas, como a síndrome de Down e de Prader-Willi, cursam com algum grau de comprometimento do funcionamento executivo. Este conhecimento tem implicações à prática e à pesquisa psicológica e pode ser útil a profissionais que atuam com crianças e adolescentes com alguma destas condições, contribuindo a um maior conhecimento acerca das funções executivas e suas alterações.

  15. Contribuições da perspectiva evolucionista para a compreensão do transtorno obsessivo-compulsivo

    OpenAIRE

    Maria Isabel Fabrini de Almeida

    2007-01-01

    O presente trabalho tem como objetivo avaliar as contribuições da perspectiva evolucionista para a compreensão dos processos psicológicos humanos, e em particular para o entendimento das psicopatologias, com especial atenção para o transtorno obsessivo-compulsivo, resgatando também algumas proposições levantadas em um trabalho anterior a partir da investigação de estereotipias comportamentais apresentadas por animais em cativeiro, na busca de possíveis contribuições para a compreensão de seu ...

  16. Distribuição de transtornos alimentares em indivíduos com diabetes melito do tipo 1 e do tipo 2: descrição de dois casos Distribution of eating disorders in subjects with type 1 and type 2 diabetes mellitus: a description of two cases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Papelbaum

    2007-04-01

    Full Text Available A presença de alterações do comportamento alimentar parece estar aumentada no diabetes melito (DM. Entretanto, a distribuição das diversas categorias de transtornos alimentares tende a se distinguir de acordo com a fisiopatologia do diabetes. O objetivo dessa apresentação é discutir dois casos distintos de ocorrência de transtornos alimentares no DM do tipo 1 (DM1 e no DM do tipo 2 (DM2. A paciente A é do sexo feminino, tem 19 anos e apresenta DM1 desde os 13 anos. Evidenciava sintomas depressivos proeminentes e, há 2 anos, passou a apresentar episódios de compulsão alimentar seguidos de vômitos auto-induzidos e omissão das doses de insulina com o objetivo de evitar ganho de peso. Em função desse comportamento, apresentou diversas internações associadas a uma piora do controle glicêmico. Após o uso de fluoxetina, houve remissão da psicopatologia alimentar e melhora do controle do DM. A paciente B possui 42 anos e é portadora do DM2 há 6 anos. Apresenta obesidade grau II e vinha exibindo, antes mesmo do diagnóstico do DM2, episódios de compulsão alimentar na ausência de comportamentos compensatórios, que prejudicavam o controle metabólico do diabetes. Foi iniciada fluoxetina até a dose de 60 mg/dia, com remissão do descontrole alimentar, perda ponderal e redução da hemoglobina glicosilada. A incidência de transtornos alimentares no DM1 estaria associada com um aumento da preocupação com a forma corporal e a possibilidade da omissão do uso da insulina como comportamento compensatório. No DM2, a obesidade seria um dos fatores associados ao desenvolvimento da psicopatologia alimentar.The presence of changes in eating behavior seems to be increased in diabetes mellitus (DM. However, the distribution of varied categories of eating disorders tends to be distinguished according to the physiopathology of diabetes. The objective of this report is to discuss two distinct cases of eating disorders in type 1 (T1DM and

  17. Transtornos alimentares na infância e na adolescência Trastornos alimentares en la infancia y adolescencia y factores de riesgo Eating disorders in childhood and adolescence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana de Abreu Gonçalves

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Discutir os transtornos alimentares em crianças e adolescentes quanto às suas características e fatores de risco. FONTES DE DADOS: A pesquisa de artigos foi realizada nas bases de dados PubMed e SciELO pela combinação dos termos 'crianças', 'adolescentes', 'comportamento alimentar', 'transtorno alimentar', 'bulimia' e 'anorexia', nos idiomas português e inglês. Foram considerados os artigos publicados entre 2007 e 2011, sendo selecionados 49 que analisaram o desenvolvimento do comportamento alimentar e de seus transtornos, a anorexia e a bulimia nervosa e os transtornos alimentares não especificados. SÍNTESE DOS DADOS: Os transtornos alimentares, em especial os não especificados, mostraram-se comuns na infância e na adolescência. Sua presença foi atribuída principalmente ao ambiente familiar e à exposição aos meios de comunicação. As comorbidades psicológicas muitas vezes acompanhavam o diagnóstico do transtorno. CONCLUSÕES: Dentre os fatores de risco para os transtornos alimentares, destacaram-se a mídia e os ambientes social e familiar. A influência da mídia e do ambiente social foi associada, principalmente, ao culto à magreza. Já no âmbito familiar, o momento das refeições mostrou-se fundamental na determinação do comportamento alimentar e no desenvolvimento de seus transtornos. Os transtornos alimentares se associaram a problemas nutricionais (déficit no crescimento e ganho de peso, à saúde bucal (queilose, erosão dental, periodontites e hipertrofia das glândulas salivares e aos prejuízos sociais.OBJETIVO: Discutir los trastornos alimentares en niños y adolescentes respecto a sus características y factores de riesgo. FUENTES DE DATOS: La investigación de artículos se realizó en las bases de datos PubMed y SciELO por la combinación de los términos "niños", "adolescentes", "comportamiento alimentar", "trastorno alimentar", "bulimia" y "anorexia", en los idiomas portugués e inglés. Se

  18. Conflitos conjugais e familiares e presença de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH na prole: revisão sistemática Marital and familial conflicts and attention-deficit hyperactivity disorder (ADHD in the offspring: systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscilla Rodrigues Guilherme

    2007-01-01

    Full Text Available O transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH é um dos transtornos neurobiológicos com maior prevalência na infância e pode implicar dificuldades no funcionamento conjugal dos pais das crianças afetadas, bem como sofrer influência do mesmo. OBJETIVO: Realizar uma revisão sistemática acerca dos aspectos conjugais em famílias de crianças com TDAH, relacionando-os com outras variáveis, como a presença de comorbidades, aspectos socioeconômicos e saúde mental dos pais. MÉTODOS: Revisão sistemática de literatura por meio do PubMed entre os anos de 1996 e 2006, utilizando os termos "ADD", "ADHD", "Attention-Deficit Hyperactivity Disorder", "Attention-Deficit", "marital conflict" e "family". RESULTADOS: Dezesseis estudos dentre 628 publicações iniciais e 55 artigos posteriormente incluídos pelas referências bibliográficas foram avaliados. O relacionamento conjugal aparece comprometido em grande parte da literatura, principalmente nos pais daquelas crianças que apresentam distúrbio desafiador e de oposição (DDO ou distúrbio de conduta comórbidos. Contudo, resultados opostos também são encontrados em diversas pesquisas. CONCLUSÕES: Os resultados de pesquisas referentes ao funcionamento conjugal de pais destas crianças são heterogêneos. É preciso que sejam feitos estudos longitudinais, que possam esclarecer o impacto do transtorno nos conflitos conjugais de pais de portadores, bem como a influência destes últimos na expressão clínica do transtorno.Attention-deficit/hyperactivity disorder (ADHD is one of the most common neurobiological disorders among children and might either influence or be influenced by problems in marital functioning of the parents of affected children. Studies aimed at investigating marital functioning in parents of these children have found controversial results. OBJETIVE: To perform a systematic review about the marital aspects of families with ADHD children and, to correlate

  19. O teste das pirâmides coloridas e o transtorno do pânico The colour pyramid test and the panic disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Elisa de Villemor-Amaral

    2004-08-01

    Full Text Available Esse estudo visa verificar evidências de validade do Teste das Pirâmides Coloridas de Pfister para diagnóstico de transtorno de pânico. Compuseram a amostra desse estudo 15 pacientes diagnosticados pela SCID como tendo um episódio de transtorno dopânico. Seus resultados foram comparados com os obtidos com um grupo de 109 indivíduos não-pacientes que compõem uma amostra normativa.Os dados mais significativos do ponto de vista estatístico, na comparação com o grupo de não-pacientes, foram relativos ao aumento de formações simétricas e da porcentagem do azul. As características atribuídas a esses sinais condizem com os dados encontrados na literatura que descrevem a insegurança, inibição, constrição e rompimento da relação consigo mesmo como aspectos importantes associados ao transtorno do pânico.The aim of this study was to verify the validity of the Pfister’s Colour Pyramid Test in the identification of panic disorder. The sample was composed by 15 patients in psychiatric treatment for having at least one crisis of panic disorder, selected according to the SCID criteria, and 109 non-patients who had never sought for psychological or psychiatric assistance. The results show that the two groups could be distinguished by the using of blue and by the symmetric configurations, both more frequent among the patients, in a significant way. The lack of security, the inhibition and constriction are typical signs and correspond to the panic symptoms described on literature

  20. Epidemiologia, curso e evolução dos transtornos alimentares Epidemiology, course and evolution of eating disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Pinzon

    2004-01-01

    Full Text Available Os transtornos alimentares costumam afetar mulheres jovens e ter curso crônico, variável e com alto grau de morbidade e mortalidade. Este artigo visa a apresentar os dados que suportam tais impressões clínicas.Eating disorders use to affect young women and have a chronic and variable course, with high levels of morbidity and mortality. The objective of this article is to demonstrate the epidemiological findings that support such clinical impressions.

  1. Gender differences in obsessive-compulsive disorder: a literature review Diferenças de gênero no transtorno obsessivo-compulsivo: uma revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Alice de Mathis

    2011-12-01

    éticos ou familiares do TOC. MÉTODO: Realizou-se uma revisão convencional da literatura incluindo todos os artigos que investigaram aspectos sociodemográficos, clínicos e genéticos do TOC, de acordo com o gênero. A pesquisa foi baseada em publicações disponíveis nas bases de dados Medline e PsycInfo nos últimos 20 anos, usando como palavras-chave: obsessive-compulsive disorder (OCD, e: gender, sex, male, female, demographic characteristics, clinical features, clinical characteristics, genetic, genes, genetics gender OCD, genes OCD, genes OCD males, genes OCD females. RESULTADO: Sessenta e três artigos de fenótipo e genética foram selecionados. Na maioria dos estudos, o sexo masculino associou-se mais que o feminino com: ser solteiro, apresentar início mais precoce dos sintomas, maior prejuízo social, mais sintomas sexuais, religiosos e de agressão, e mais comorbidade com transtorno de tiques e abuso de substâncias. Pacientes do sexo feminino apresentam mais sintomas de contaminação/limpeza e mais comorbidade com transtornos alimentares e do controle de impulsos. Estudos genéticos e familiares são controversos, mas indicam que o gênero pode desempenhar um papel na expressão da doença. CONCLUSÃO: Gênero é um fator relevante a ser considerado na avaliação de pacientes com TOC. São necessários mais estudos para determinar se este fator define de fato um grupo homogêneo e particular de TOC.

  2. Narrativas de professoras sobre o TDAH: um estudo de caso coletivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lílian Marx Flor Landskron

    Full Text Available O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH, considerado o transtorno de desenvolvimento infantil mais diagnosticado na atualidade, apresenta-se como tema freqüente e controverso na sociedade e grande desafio nas escolas. Os professores enfrentam situações que fogem às suas expectativas e buscam organizar o entendimento a partir de discursos discrepantes. Os valores e significados que subjazem as concepções sobre o TDHA se refletem no modo como as pessoas manejam a situação. Este estudo investigou a percepção de professores sobre o TDAH e salientou a complexidade do fenômeno ao abordar a diversidade de influências que o envolve. Utilizando o método da entrevista narrativa, foram analisadas histórias de nove professoras sobre uma experiência com um aluno diagnosticado. Os resultados indicam que a percepção das professoras sobre o transtorno é individualizante, patologizante, e o conhecimento, inconsistente. Os dados sugerem que este tema deve ser debatido em maior profundidade pela sociedade.

  3. Transtorno de estresse pós-traumático em dependente do álcool Post-traumatic stress disorder and alcoholism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilda Pulcherio

    2008-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Os transtornos comórbidos entre dependentes químicos têm se mostrado a regra e não a exceção. O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT é um transtorno de ansiedade que se desenvolve após evento traumático, com importante sintomatologia. Quase 100% dos dependentes químicos que procuram tratamento relatam história de traumas, e as prevalências de TEPT têm variado entre 30% e 60%. Entre os alcoolistas, as prevalências de TEPT variam de 10% a 40%. Apesar das altas prevalências, tais transtornos carecem de investigação pelos clínicos. OBJETIVOS: Tem-se como objetivo relatar o caso de um alcoolista com transtorno bipolar e sintomas de TEPT há alguns anos, cujo resultado de tratamento deveu-se ao reconhecimento da última comorbidade e abordagem conjunta das patologias. MÉTODOS: Paciente masculino, 40 anos, participou em uma pesquisa do Instituto de Prevenção e Pesquisa em Álcool e outras Dependências (IPPAD, que investiga a exposição a eventos traumáticos e TEPT em dependentes químicos, respondendo a vários instrumentos. Realizou entrevistas com uma das pesquisadoras visando a este relato de caso. Os resultados foram avaliados por entrevistas com o paciente e aplicação da Davidson Trauma Scale (DTS. RESULTADOS: A DTS foi respondida por ocasião da participação na pesquisa e um ano após, para avaliar resultados de tratamento. No primeiro momento, o paciente pontuou um escore total de 75 pontos e, no segundo, de 40 pontos. A melhora deveu-se ao reconhecimento do TEPT e seu tratamento com psicoterapia psicodinâmica, terapia cognitivo-comportamental e abordagem familiar como estratégias terapêuticas utilizadas. Para o tratamento psicofarmacológico foram utilizados carbonato de lítio, sertralina e clonazepan. CONCLUSÕES: A investigação de traumas e TEPT deve ser rotina no atendimento de alcoolistas. O reconhecimento precoce desta comorbidade pode prevenir sua cronicidade, favorecer a aderência e

  4. Assessment of executive functions in obese individuals with binge eating disorder Avaliação de funções executivas em indivíduos obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Duchesne Monica

    2010-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The aim of this study was to assess executive functions of obese individuals with binge eating disorder. METHOD: Thirty-eight obese individuals with binge eating disorder were compared to thirty-eight obese controls without binge eating disorder in terms of their executive functions. All individuals were assessed using the following instruments: Digit Span, Trail Making Tests A and B, Stroop Test and the Wisconsin Card Sorting Test. In addition, four subtests from the Behavioral Assessment of the Dysexecutive Syndrome Battery were also used, namely the Zoo Map Test, the Modified Six Elements Test, the Action Program Test and the Rule Shift Cards Test. RESULTS: When compared to obese controls, obese individuals with binge eating disorder presented significant impairment in the following tests: Digit Span backward, Zoo Map Test, Modified Six Elements Test, and Action Program Test. Subjects with binge eating disorder also showed significant more set shifting and perseverative errors in the Wisconsin Card Sorting Test. In other measures such as the Digit Span Forward, the Trail Making Test, the Stroop Test and the Rule Shift Cards Test, obese subjects with binge eating disorder did not differ significantly from obese subjects without binge eating disorder. CONCLUSION: These results suggest that, in the present sample, obese individuals with binge eating disorder presented executive deficits, especially impairments relating to problem-solving, cognitive flexibility and working memory.OBJETIVO: O objetivo desse estudo foi avaliar as funções executivas de indivíduos obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica. MÉTODO: Trinta e oito indivíduos obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica foram comparados com 38 controles obesos sem transtorno da compulsão alimentar periódica em termos de suas funções executivas. Todos os indivíduos foram avaliados utilizando os seguintes instrumentos: Digit Span, Trail

  5. Significados dos episódios maníacos para pacientes com transtorno bipolar em remissão: um estudo qualitativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos Pereira Bin

    2014-07-01

    Full Text Available Objetivo Discutir os significados da vivência de episódios maníacos para pacientes com transtorno bipolar (TAB. Métodos Trata-se de uma pesquisa qualitativa, feita por meio de entrevistas semidirigidas em profundidade, em uma amostra fechada pelo critério de saturação com oito pacientes com TAB em remissão. A técnica de tratamento de dados foi feita por meio da análise de conteúdo das entrevistas transcritas na íntegra e categorização. Os resultados foram submetidos à validação externa, no Laboratório de Pesquisa Clínico-Qualitativa do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Unicamp, composto por 37 pesquisadores do método, entre eles mestrandos, doutorandos, pós-doutorados e pesquisadores seniores. Resultados Foram identificadas três categorias – Ambivalência e vergonha: pensar ou não pensar sobre os episódios maníacos; Organizando sentimentos pessoais: a remissão como um momento de autoconsciência; Episódios maníacos estruturando relações interpessoais versus projeções da angústia. Conclusão Os achados da presente pesquisa contribuem para a maior compreensão dos quadros maníacos no TAB, que podem auxiliar nas reflexões acerca da relação profissional-paciente, para elaborar estratégias para aderência e para as medidas terapêuticas e preventivas da recorrência dos episódios. Podem auxiliar a equipe de saúde envolvida no acompanhamento desses casos e também os pesquisadores na investigação da contribuição dos significados aqui discutidos nos fenômenos de aderência ao tratamento e de um melhor prognóstico.

  6. Propriedades psicométricas da Escala de Responsividade Social-2 para Transtornos do Espectro Autista

    OpenAIRE

    Barbosa, Izabela Guimarães; Rodrigues, David Henrique; Rocha, Natália Pessoa; Simões-e-Silva, Ana Cristina; Teixeira, Antônio Lúcio; Kummer, Arthur

    2015-01-01

    Objetivo O objetivo deste trabalho foi avaliar as propriedades psicométricas da versão em português da Escala de Responsividade Social-2 (ERS-2) para crianças e adolescentes com transtorno do espectro autista (TEA). Métodos A ERS-2 foi respondida pelos pais de 90 pacientes com TEA e 25 controles saudáveis. Análises quanto à validade discriminante, índices de confiabilidade e separação, de adequação e calibração dos itens pelo modelo Rasch foram realizadas. Resultados A ERS-2 demonstrou b...

  7. A Interação Terapêutica em Intervenções com Universitários com Transtorno de Ansiedade Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vagner Angelo Garcia

    Full Text Available Resumo Atualmente, muitas pesquisas têm sido conduzidas para avaliar o papel do terapeuta e do cliente no processo terapêutico. Este trabalho se propôs a analisar sessões de terapia analítico comportamental em intervenções com transtorno de ansiedade social. Vinte e duas sessões de duas díades terapêuticas foram analisadas e categorizadas de acordo com um sistema de categorização de comportamentos (SiMCCIT. Os resultados foram agrupados em frequência e duração nos três momentos da intervenção: Início (primeiras três sessões, Desenvolvimento (cinco sessões intermediárias e Encerramento (três sessões finais. Os resultados apontam que o papel da terapeuta foi semelhante em ambos os atendimentos, enquanto que os clientes apresentaram algumas diferenças. Houve flexibilidade da terapeuta em adaptar o procedimento de acordo com a necessidade de cada cliente. Foram discutidos aspectos da interação terapêutica que pela análise das categorias permitiu evidenciar uma forma de agir com clientes com transtorno de ansiedade social.

  8. Phonemic discrimination and its relation to phonological disorder Discriminação fonêmica e sua relação com o transtorno fonológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karine Leyla de Castro Oliveira

    2012-12-01

    Full Text Available It was performed a nonsystematic review on the importance of the phonemic discrimination to the phonological acquisition and its relation to the phonological disorder. Studies indicate that phonemic discrimination represents an essential ability in the process of acquiring sounds of speech and that children with phonological disorder present difficulties in that ability.Foi realizada uma revisão não sistemática sobre a importância da discriminação fonêmica para a aquisição dos sons da fala e sua relação com o transtorno fonológico. Os estudos indicam que a discriminação fonêmica representa uma habilidade essencial no processo de aquisição dos sons da fala e que as crianças com transtorno fonológico apresentam dificuldade nesta habilidade.

  9. Estresse em familiares de crianças com transtornos do aprendizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Mousinho

    2011-05-01

    Full Text Available Introdução: Considerando-se a criança parte ativa no núcleo familiar, um déficit na leitura provoca efeitos em toda a família. O baixo rendimento escolar decorrente de dislexia ou distúrbio de aprendizagem pode aumentar o nível de estresse dos familiares.   Metodologia: participaram do projeto de pesquisa dezesseis responsáveis por crianças atendidas no Ambulatório de Transtornos da Língua Escrita, INDC-UFRJ. Foram utilizados dois questionários, sendo um estruturado: estresse, versão reduzida e um questionário específico de problemas de aprendizagem, semi-aberto, calcado nas dificuldades relatadas pelas famílias na prática clínica. Nos dois casos, as respostas deveriam ser dadas considerando-se os momentos antes e depois do diagnóstico. Resultados: foram reveladas correlações estatísticas (Pearson entre os itens dos dois questionários: significância estatística entre estresse x melhores resultados escolares e estresse x compreensão da escola. Na comparação entre o momento antes e depois do diagnóstico, evidenciou-se decréscimo substancial do impacto do estresse nos seguintes aspectos e momentos: durante o período de provas, na relação com a escola, na baixa auto-estima/ sofrimento da criança, nas terapias de apoio, em relação ao julgamento dos outros, na implicância de colegas, e na não compreensão da própria dificuldade. Conclusão: Transtornos do Aprendizado  podem ser fonte de estresse na família. A compreensão da escola somada aos melhores resultados escolares ajudam a diminuí-lo. O diagnóstico, associado à compreensão das dificuldades, é um período em que a redução se torna mais visível. Tais dados confirmam que é um importante momento para oferecer esclarecimento e apoio aos familiares.

  10. O papel dos antipsicóticos atípicos no tratamento do transtorno bipolar: revisão da literatura The role of atypical antipsychotic agents in the treatment of bipolar disorder: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Acioly LT Lacerda

    2002-03-01

    Full Text Available Estudos recentes têm demonstrado que a eficácia do lítio é significativamente inferior à descrita pelos primeiros trabalhos, embora ainda seja a medicação de referência no tratamento do transtorno afetivo bipolar. Apesar de um perfil de segurança desfavorável, os antipsicóticos clássicos sempre apresentaram um papel importante no tratamento desse transtorno psiquiátrico, especialmente como coadjuvante em sua fase maníaca aguda. Os autores, utilizando informação obtida no Medline, fizeram uma revisão acerca do papel dos antipsicóticos atípicos no tratamento dos pacientes bipolares. Baseado nos dados da literatura, a olanzapina mostrou-se bastante eficaz no manejo da mania aguda, quando uma média de 63,5% dos pacientes apresentaram melhora significativa em estudos duplo-cego controlados, apresentando ganho de peso como único efeito colateral relevante. A clozapina e, mais ainda, a risperidona apresentaram dados menos consistentes, grande parte em função de deficiências metodológicas dos poucos estudos conduzidos até o presente estudo. Os dados preliminares relativos à eficácia desse grupo farmacológico nos quadros refratários e nos sintomas depressivos são promissores, mas ainda não definitivos. Em relação a seus efeitos potenciais como estabilizadores do humor, não existem evidências conclusivas oriundas de estudos controlados, mas há interesse considerável para realização de investigações em pacientes bipolares tratados com antipsicóticos atípicos por períodos de tempo mais prolongados. Pesquisas futuras poderão tornar mais claras essas possíveis características terapêuticas.Even though lithium is still the choice drug in the treatment of bipolar disorder, recent studies have shown that it has a significant lower efficacy than previously described in earlier studies. Despite its adverse side effects, typical antipsychotic agents have often had a prominent role in the treatment of this psychiatric

  11. Subsídios para a diversificação de moradias destinadas a pessoas com transtorno mental grave no Brasil: uma revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juarez Pereira Furtado

    2013-09-01

    Full Text Available Com as críticas ao chamado manicômio, diversas iniciativas de moradia para egressos de hospitais psiquiátricos precisaram ser implementadas em diferentes países. Neste artigo, a partir de revisão narrativa, analisamos os antecedentes e a constituição de moradias para pessoas com transtorno mental grave implementadas no Brasil, pelo Sistema Único de Saúde. Identificamos pouca discussão sobre os limites do programa de Serviços Residenciais Terapêuticos (SRTs e a quase inexistência de discussões sobre alternativas para as necessidades de moradia de pacientes graves ligados aos Centros de Atenção Psicossocial (Caps. Subsidiados por reflexões oriundas da experiência canadense, discutimos a necessidade e os caminhos possíveis de ampliação não só quantitativa, mas, sobretudo, qualitativa, das formas de apoio às moradias de pessoas com transtorno mental grave no Brasil.

  12. Treinamento físico intervalado como ferramenta na terapia cognitivo-comportamental do transtorno de pânico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Sardinha

    2011-01-01

    Full Text Available Este trabalho consiste no relato da utilização de um programa de exercícios físicos aeró-bicos intervalados no contexto da terapia cognitivo-comportamental em um caso de transtorno de pânico e agorafobia. São descritos os procedimentos utilizados, bem como os resultados positivos obtidos na redução da ansiedade cardíaca e na ansiedade cotidiana em relação a situações que exigem esforço físico.

  13. Treinamento físico intervalado como ferramenta na terapia cognitivo-comportamental do transtorno de pânico

    OpenAIRE

    Sardinha,Aline; Araújo,Claudio Gil Soares de; Nardi,Antonio Egidio

    2011-01-01

    Este trabalho consiste no relato da utilização de um programa de exercícios físicos aeró-bicos intervalados no contexto da terapia cognitivo-comportamental em um caso de transtorno de pânico e agorafobia. São descritos os procedimentos utilizados, bem como os resultados positivos obtidos na redução da ansiedade cardíaca e na ansiedade cotidiana em relação a situações que exigem esforço físico.

  14. Investigating the role played by social support in the association between religiosity and mental health in low income older adults: results from the São Paulo Ageing & Health Study (SPAH Investigando o papel do suporte social na associação entre religiosidade e saúde mental em idosos de baixa renda: resultados do São Paulo Ageing & Health Study (SPAH

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Augusto Macêdo Corrêa

    2011-06-01

    ólica; 41,2% frequentam uma ou mais vezes alguma atividade religiosa semanalmente. A presença de transtorno mental comum não foi associada com filiação religiosa ou considerar-se religioso. A prevalência de transtorno mental comum para os que frequentam serviço religioso foi aproximadamente a metade (OR entre 0,43 e 0,55, p < 0,001 daqueles que nunca frequentam. Maior frequência a serviços religiosos também se associou a maiores níveis de suporte social. A associação entre maior frequência e menos transtorno mental comum não sofreu alterações relevantes após inclusão das variáveis de suporte social. CONCLUSÃO: A amostra apresentou altos níveis de religiosidade, forte associação entre freqüência religiosa e menor prevalência de transtornos mentais comuns, que não foi explicada pelo suporte social.

  15. Tegijad meenutavad "52 üllatust ja ideed" / Annika Maior, Ats Parve, Epp Kubu ...[jt.

    Index Scriptorium Estoniae

    2011-01-01

    Kultuuripealinna ootussarjas osalenud räägivad, kuidas idee teostamine kulges. Projektidest "Fantaasiaaed" (Annika Maior), "Camera obscura" (Ats Parve), "Tallinna bussijaam heliseb" (Epp, Kubu, Tõnis Hiiesalu), "Tänavamiimid" (Mihkel Ernits, Kaarel Väli), "Kunstijärjekord" (Flo Kasearu, Aet Ader, Grete Soosalu, Andra Aaloe)

  16. The relationship between perceived social support and severity of body dysmorphic disorder symptoms: the role of gender O efeito do gênero sobre a relação entre suporte social apreendido e gravidade dos sintomas do transtorno dismórfico corporal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Marques

    2011-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Whether social support is associated with severity of body dysmorphic symptoms is unknown. To address this gap in the literature, the present study aims to examine the association between three domains of perceived social support (i.e., family, friends, and significant others and severity of body dysmorphic disorder symptoms. METHOD: Participants (N = 400 with symptoms consistent with diagnosis of body dysmorphic disorder completed measures of symptomatology and social support via the internet. RESULTS: More perceived social support from friends and significant others was associated with less severe body dysmorphic disorder symptoms for males, and more perceived social support from family and friends was associated with less severe body dysmorphic disorder symptoms among females. Additionally, gender moderated the association between perceived social support from significant others and symptom severity, such that perceived social support from a significant other was significantly negatively associated with body dysmorphic symptom severity in males, but not females. CONCLUSION: The present study implicates social support as an important area of future body dysmorphic disorder research.OBJETIVO: Não há informação sobre o impacto do suporte social apreendido sobre a gravidade dos sintomas do transtorno dismórfico corporal. A fim de investigar essa relação, este estudo visa avaliar a associação entre três domínios do suporte social apreendido (familiares, amigos, e relacionamentos amorosos significativos e a gravidade dos sintomas do transtorno dismórfico corporal. MÉTODO: Os participantes (N = 400 com sintomas compatíveis com o diagnóstico de transtorno dismórfico corporal preencheram questionários sobre seus sintomas e suporte social via internet. RESULTADOS: Foi encontrada correlação inversa estatisticamente significativa entre a apreensão do suporte social por parte de amigos e relacionamentos amorosos e a

  17. The relationship between perceived social support and severity of body dysmorphic disorder symptoms: the role of gender O efeito do gênero sobre a relação entre suporte social apreendido e gravidade dos sintomas do transtorno dismórfico corporal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Marques

    2011-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Whether social support is associated with severity of body dysmorphic symptoms is unknown. To address this gap in the literature, the present study aims to examine the association between three domains of perceived social support (i.e., family, friends, and significant others and severity of body dysmorphic disorder symptoms. METHOD: Participants (N = 400 with symptoms consistent with diagnosis of body dysmorphic disorder completed measures of symptomatology and social support via the internet. RESULTS: More perceived social support from friends and significant others was associated with less severe body dysmorphic disorder symptoms for males, and more perceived social support from family and friends was associated with less severe body dysmorphic disorder symptoms among females. Additionally, gender moderated the association between perceived social support from significant others and symptom severity, such that perceived social support from a significant other was significantly negatively associated with body dysmorphic symptom severity in males, but not females. CONCLUSION: The present study implicates social support as an important area of future body dysmorphic disorder research.OBJETIVO: Não há informação sobre o impacto do suporte social apreendido sobre a gravidade dos sintomas do transtorno dismórfico corporal. A fim de investigar essa relação, este estudo visa avaliar a associação entre três domínios do suporte social apreendido (familiares, amigos, e relacionamentos amorosos significativos e a gravidade dos sintomas do transtorno dismórfico corporal. MÉTODO: Os participantes (N = 400 com sintomas compatíveis com o diagnóstico de transtorno dismórfico corporal preencheram questionários sobre seus sintomas e suporte social via internet. RESULTADOS: Foi encontrada correlação inversa estatisticamente significativa entre a apreensão do suporte social por parte de amigos e relacionamentos amorosos e a

  18. Transtornos fonético-fonológicos na Síndrome de Down e implicações na lectoescrita

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cynthia Aparecida P. Patusco Gomes da Silva

    2010-07-01

    Full Text Available A presente pesquisa tem como proposta investigar déficits fonéticofonológicos em portadores de Síndrome de Down – SD – e implicações na apropriação da leitura e da escrita durante o processo de alfabetização. A discussão emerge da hipótese central de que transtornos de natureza fonoarticulatória, motivados por aspectos neurológicos e anatômicos, repercutem negativamente na lectoescrita. Parte-se do princípio de que o retardo mental afeta o desenvolvimento cognitivo, responsável pela abstração, discriminação e memorização das unidades fonológicas (fonemas. Agregam-se a esse aspecto problemas de ordem periférica: a hipotonia orofacial generalizada dificulta o movimento harmonioso dos articuladores no que tange à programação e à produção de cadeias sonoras. A despeito da deficiência de habilidade de correspondência grafo-fonológica em alguns casos, o estudo coloca em foco a capacidade em potencial da população investigada para o processo de alfabetização.Palavras-chave: Síndrome de Down; Transtornos fonético-fonológicos; Déficit cognitivo; Alfabetização; Consciência fonológica.

  19. Aspectos psiquiátricos da obesidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dobrow Ilyse J

    2002-01-01

    Full Text Available Pesquisas recentes mostram que a obesidade é, em grande parte, o produto da vulnerabilidade genética mediada por um ambiente promotor da doença, o que sugere que os modelos biológicos podem ser mais úteis que os psicológicos para entender seu início e manutenção. No entanto, entre os pacientes que procuram tratamento, a obesidade tem sido associada a outros transtornos psiquiátricos, especialmente à depressão, o que sugere que a comorbidade psiquiátrica deve ser considerada na avaliação e no manejo clínicos. Além disso, embora a obesidade não seja em si mesma um transtorno alimentar, um subgrupo de indivíduos obesos, incluídos aqueles com o transtorno de compulsão alimentar periódica (TCAP e com a síndrome do comer noturno - SCN (night eating syndrome - NES sofrem de transtornos alimentares. Os psiquiatras podem e devem ter um papel ativo no tratamento da comorbidade ou de patologias relacionadas à alimentação e no auxílio aos pacientes obesos para que façam escolhas de estilos de vida saudáveis que levem a um maior bem-estar em termos físicos e psicológicos.

  20. Transtorno dismórfico corporal em dermatologia: diagnóstico, epidemiologia e aspectos clínicos Body dysmorphic disorder in dermatology: diagnosis, epidemiology and clinical aspects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Archetti Conrado

    2009-12-01

    Full Text Available São cada vez mais frequentes as queixas cosméticas, uma vez que objetivam a perfeição das formas do corpo e da pele. Os dermatologistas são consultados para avaliar e tratar essas queixas. Sendo assim, é importante conhecer o Transtorno Dismórfico Corporal, inicialmente chamado de "dismorfofobia", pouco estudado até recentemente. Esse transtorno é relativamente comum, por vezes, incapacitante, e envolve uma percepção distorcida da imagem corporal, caracterizada pela preocupação exagerada com um defeito imaginário na aparência ou com um mínimo defeito corporal presente. A maioria dos pacientes apresenta algum grau de prejuízo no funcionamento social e ocupacional, e como resultado de suas queixas obsessivas com a aparência, podem desenvolver comportamentos compulsivos, e, em casos mais graves, há risco de suicídio. O nível de crença é prejudicado, visto que não reconhecem o seu defeito como mínimo ou inexistente e, frequentemente, procuram tratamentos cosméticos para um transtorno psíquico. A prevalência do transtorno, na população geral, é de 1 a 2% e, em pacientes dermatológicos e de cirurgia cosmética, de 2,9 a 16%. Considerando a alta prevalência do Transtorno Dismórfico Corporal, em pacientes dermatológicos, e que os tratamentos cosméticos raramente melhoram seus sintomas, o treinamento dos profissionais para a investigação sistemática, diagnóstico e encaminhamento para tratamento psiquiátrico é fundamental.Cosmetic concerns are becoming increasingly common in view of the obsession with the perfect body and skin. Dermatologists are often seen to evaluate and treat these conditions. Therefore, it is important to acknowledge the existence of Body Dysmorphic Disorder, also known as dysmorphophobia. Despite being relatively common, this disorder has not been well researched. Sometimes causing impairment, the disease involves a distorted body image perception characterized by excessive preoccupation with

  1. Conceito e diagnóstico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Alberto Del Porto

    1999-05-01

    Full Text Available Este artigo revê o conceito de depressão e a nosologia contemporânea dos estados depressivos e seus diferentes subtipos. São discutidos aspectos relativos ao curso (formas agudas vs crônicas da doença, padrão sazonal, características fenomenológicas (melancolia, quadros psicóticos, quadros atípicos, formas catatônicas da doença, assim como a importância e o significado das alterações psicomotoras para o diagnóstico das chamadas depressões "endógenas" ou "vitais", de acordo com trabalhos contemporâneos (como os de Parker e Widlöcher. Este trabalho aborda também as fronteiras da depressão com o transtorno bipolar, os transtornos de personalidade, a desmoralização e os estados de luto normal, assim como os limites com outras doenças e estados induzidos por drogas.This paper reviews the concept of depression and the contemporary nosology of depressive states with their different subtypes. Course (acute vs chronic depressions, seasonal pattern and phenomenological characteristics (melancholic, atypical, psychotic and catatonic features are discussed, as well as the importance and meaning of psychomotor disturbance for the diagnosis of the so-called "endogenous" or "vital" depression, in accordance with contemporary authors (Parker and Widlöcher. This paper also discusses the boundaries of depression with bipolar disorder, personality disorders, demoralisation and normal feelings of sadness, as well as the limits with other clinical diseases and drug induced conditions.

  2. Empresa social e economia solidária: perspectivas no campo da inserção laboral de portadores de transtorno mental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Aparecida de Oliveira Lussi

    2011-04-01

    Full Text Available O processo da reforma psiquiátrica requer a implementação de políticas públicas que garantam a inserção laboral de portadores de transtorno mental. Para tal, é necessário que o trabalho seja compreendido como promotor de autonomia, de emancipação e de cidadania. O objetivo deste estudo é refletir acerca de concepções teóricas relacionadas à inserção social pelo trabalho, a fim de explorar o campo da inclusão de portadores de transtorno mental no mundo do trabalho. Foram escolhidos os conceitos de empresa social e de economia solidária como fundamentais para o estudo. Na empresa social, o sujeito é entendido como ser social, enfocando-se seu processo de formação no sentido da emancipação. Na economia solidária, objetiva-se o desenvolvimento de uma forma de economia mais justa que tem como característica a igualdade e a solidariedade. Sugerimos que a discussão desses conceitos possa contribuir para embasar a implantação de projetos de inclusão social pelo trabalho.

  3. Psicoterapia interpessoal no tratamento da perturbação depressiva maior

    OpenAIRE

    Lucas, Catarina Oliveira

    2012-01-01

    A terapia interpessoal é um modelo de terapia breve formulado para o tratamento da perturbação depressiva maior, tendo como precursores Gerald Klerman e Mirna Weissman. Esta visa o alívio dos sintomas associados à depressão abordando os problemas interpessoais que os originaram e perpetuam. Esta modalidade de terapia refere as perturbações como resultantes da existência de problemas numa das quatro áreas interpessoais principais: luto, transição de papéis, disputas de papéis interpessoais e d...

  4. Transtorno de estresse pós-traumático: o enfoque psicanalítico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meshulam-Werebe Daniela

    2003-01-01

    Full Text Available Os autores abordam o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT e sua importância em termos epidemiológicos e de saúde pública. A seguir, traçam um histórico de como emergiram os conceitos psicanalíticos do trauma psíquico. A importância que Freud atribuiu ao trauma como agente causador da neurose é revisada. É discutida a importância do trauma como uma vivência do mundo interno, não necessariamente calcada em fatos exteriores. A importância do uso de técnicas psicanalíticas para determinados casos de TEPT é salientada.

  5. Violência e transtorno de estresse pós-traumático na infância

    OpenAIRE

    Ximenes,Liana Furtado; Oliveira,Raquel de Vasconcelos Carvalhães de; Assis,Simone Gonçalves de

    2009-01-01

    O artigo apresenta a prevalência dos sintomas de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) em crianças escolares (6-13 anos) do município de São Gonçalo, Rio de Janeiro. Investiga também a associação entre TEPT, violência e outros eventos de vida adversos. O processo de amostragem utilizado foi por conglomerados em três estágios de seleção. Quinhentos pais dos estudantes foram entrevistados sobre o comportamento de seus filhos. Para avaliar os sintomas de TEPT, foi utilizado a Child Behavi...

  6. Avaliação da fidedignidade e validade do Mini - Rastreio de Transtornos Mentais (Mini-RTM)

    OpenAIRE

    Lívia Maria Bolsoni

    2016-01-01

    Atualmente aumenta o reconhecimento da atenção primária em gerenciar os problemas de saúde mental e o uso de instrumentos de rastreio possibilita mensurar características psicológicas, psíquicas e comportamentais que nem sempre são consideradas. Dessa forma, o uso de instrumentos de rastreio pode auxiliar na detecção precoce de indivíduos que necessitam de tratamento, acompanhamento ou intervenção e são raros os instrumentos que englobam o rastreio de múltiplos transtornos mentais. Assim, o p...

  7. Escala clínica para prever a adesão ao tratamento: transtorno bipolar do humor

    OpenAIRE

    Marchi, Renato

    2008-01-01

    O Transtorno Bipolar do Humor (TBH) está associado a altas taxas de desajustes psicossociais e familiares, mortalidade e prejuízos econômicos. O tratamento visa o controle de episódios agudos e prevenção de novos episódios. As taxas de não - adesão ao tratamento são altas em TBH. Este trabalho teve por objetivo elaborar e validar uma escala de avaliação clinica , capaz de indicar a probabilidade de adesão ao tratamento medico clinico dos pacientes bipolares de ambos os gêneros. O procedimento...

  8. Dados de epidemiologia descritiva de transtornos mentais em grupos populacionais do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anastácio Ferreira Morgado

    1985-09-01

    Full Text Available Neste trabalho são apresentados três tipos de dados sobre transtornos mentais: taxas de prevalência em amostras representativas, taxas de prevalência em estudos de famílias e o indicador de morbidade proporcional isto é, de proporções por diagnóstico entre pacientes internados em hospitais psiquiátricos do Brasil. Em relação a um inquérito epidemiológico, realizado em amostra representativa, a taxa de prevalência total foi de 20%, da qual 3,0%, 14,6%, 0,7%, 1,7% e 0,5% foram de alcoolismo, neuroses, psicoses, oligofrenia e síndrome orgânica do cérebro, respectivamente. A distribuição por sexo mostrou uma clara e esperada predominância de alcoolismo nos homens e de neuroses nas mulheres. Em um estudo voltado para a família de origem (pais e irmãos de 150 grandes consumidores de drogas, a taxa de prevalência total entre 796 familiares foi de 23,2% As taxas específicas de problemas associados ao álcool, dependência de drogas, psicoses, neuroses, epilepsia, transtorno anti-social da personalidade e outros diagnósticos foram, respectivamente, de 8,4%; 5,3%; 3,1%; 4,0%; 0,8%; 0,9% e 0,8%. Os problemas associados ao álcool predominaram nos pais e neuroses nas mães, enquanto dependência de drogas predominou nos irmãos dos 150 consumidores-índice. O perfil da assistência psiquiátrica brasileira é parcialmente visto através do indicador de proporções de primeiras internações nos hospitais psiquiátricos nacionais. Esse indicador é distribuído por diagnóstico, em série histórica, desde 1940 até 1977. Tais dados mostram que as primeiras internações têm aumentado nas últimas quatro décadas, com maiores proporções dos diagnósticos de esquizofrenia e alcoolismo e dependência de drogas. Há, porém, diferença nas proporções de diagnóstico entre o hospital público e o particular-conveniado; tal diferença e o referido aumento de primeiras internações são de suma importância para os programas da

  9. As bases neurobiológicas do transtorno obsessivo-compulsivo e da síndrome de Tourette The neurobiological bases of obsessive-compulsive disorder and Tourette syndrome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos T. Mercadante

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar as teorias e evidências das bases neurobiológicas do transtorno obsessivo-compulsivo e da síndrome de Tourette. FONTES DOS DADOS: Revisão dos estudos que investigam a neuroanatomia, neuroimagem, genética e imunologia desses transtornos. SÍNTESE DOS DADOS: Os comportamentos ritualísticos e pensamentos repetitivos têm sido cada vez mais estudados em nosso meio. As definições dessas entidades formam um continuum espectral de sintomas com prevalência significativa na população. CONCLUSÕES: Os avanços das neurociências possibilitaram a exploração dos aspectos genéticos do sistema nervoso central e seu funcionamento, fornecendo novas perspectivas para o tratamento de pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo e síndrome de Tourette.OBJECTIVE: To describe and discuss evidence-based articles on the neurobiology of obsessive-compulsive disorder and Tourette syndrome. SOURCES OF DATA: A review of the most relevant papers on the phenomenology, neuroanatomy, neuroimaging, genetic and immunological aspects of these two disorders was performed. SUMMARY OF THE FINDINGS: Ritualistic behaviors and repetitive thoughts have been extensively studied in the last years. The definitions of obsessive-compulsive disorder and Tourette syndrome emphasize the existence of a continuum of symptoms, with high prevalence in the general population. Neurobiological findings have implicated genetic and immunological factors in the etiology of these two disorders. CONCLUSIONS: Advances in neuroscience triggered genetic and immunological research studies, allowing new perspectives on the treatment of obsessive-compulsive disorder and Tourette syndrome patients.

  10. Prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women in Pelotas Prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto em Pelotas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Tavares

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To evaluate the prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women. METHODS: This is a cross-sectional study of postpartum women. The sample comprised mothers who have received prenatal care from the Brazilian National System of Public Heath in the city of Pelotas. Suicide risk and other mental disorders were evaluated using the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. A yes answer on one of the six interview questions was considered a sign of suicide risk. RESULTS: The sample consisted of 919 postpartum women. The 11.5% suicide prevalence was 4.62 (CI 2.45, 8.73 times higher in women with low educational levels. Women with comorbid depression or an anxiety disorder showed a 17.04 (CI 2.27; 19.96 times greater risk of suicide than those who did not suffer from any mood disorder. CONCLUSION: Lower education levels and psychiatric disorders are associated with suicide risk. Bipolar disorder is the psychiatric disorder with the highest impact on suicide risk.OBJETIVOS: Avaliar a prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto. MÉTODOS: Este foi um estudo em corte transversal com mulheres pós-parto. A amostra foi constituída de mães que receberam cuidados pré-natais prestados pelo Sistema Nacional de Saúde Pública do Brasil na cidade de Pelotas. O risco de suicídio e outros transtornos mentais foram avaliados pela Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. Uma resposta afirmativa a qualquer das seis perguntas é considerada um risco de suicídio. RESULTADOS: A amostra consistiu de 919 mulheres pós-parto. A prevalência do risco de suicídio foi de 11,5%. Ela foi 4,62 vezes mais alta (IC de 95% 2,45; 8,73 em mulheres de baixo nível educacional. Mulheres apresentando qualquer comorbidade para depressão e transtornos ansiosos tiveram uma chance 17,04 vezes maior (IC 95% 2,27; 19,96 àquelas que não apresentaram nenhum transtorno afetivo. CONCLUSÃO: Um n

  11. Índice de massa corporal, percepção do peso corporal e transtornos mentais comuns entre funcionários de uma universidade no Rio de Janeiro Body mass index, body weight perception and common mental disorders among university employees in Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Bento Veggi

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Foi testada a hipótese de que a autopercepção inadequada do peso corporal, com ou sem obesidade, estaria associada aos transtornos mentais comuns (TMC. MÉTODO: Foram analisados dados de um corte transversal de 4.030 funcionários de uma universidade no Rio de Janeiro, que participaram da Fase 1 (1999 de um estudo longitudinal (Estudo Pró-Saúde. Os participantes (de 22 a 59 anos preencheram um questionário, que incluiu a avaliação da presença de transtornos mentais comuns através do General Health Questionnaire (GHQ-12. O índice de massa corporal (IMC=kg/m² foi calculado com base em medidas de massa corporal e estatura, e os participantes classificaram seu peso corporal nas seguintes categorias: muito acima do ideal, um pouco acima do ideal, ideal, um pouco abaixo do ideal, muito abaixo do ideal. RESULTADOS: Entre as mulheres, 58,3% daquelas com índice de massa corporal menor que 25,0 kg/m² consideraram-se acima do peso ideal; entre os homens, esse percentual foi de 23,5%. Através da análise multivariada por regressão logística ajustada por idade, renda, atividade física recreativa, morbidade auto-referida e índice de massa corporal, observou-se uma forte associação entre a presença de transtornos mentais comuns e a percepção de peso muito acima do ideal entre as mulheres (OR=1,84, IC 95%=1,22-2,76. Entre as mulheres, o índice de massa corporal apresentou uma tendência de associação com a presença de transtornos mentais comuns (p da tendência=0,05 que não persistiu após o ajuste por renda e morbidade auto-referida. CONCLUSÃO: A percepção inadequada do peso corporal, independente do índice de massa corporal, esteve associada à presença dos transtornos mentais comuns nas mulheres, mas não nos homens. Uma possível explicação para essa associação está relacionada à maior pressão sociocultural disseminada entre as mulheres para se enquadrarem ao ideal de magreza vigente.OBJECTIVE: We tested

  12. Estresse e suporte social na infância e adolescência relacionados com sintomas depressivos em idosos Stress and social support in childhood and adolescence related with depression symptoms in the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Fabrino Bretas Cupertino

    2006-01-01

    Full Text Available Considerando o envelhecimento como período ligado às influências sócio-históricas e experiências ocorridas durante o desenvolvimento, torna-se importante investigar variáveis de outros períodos do curso da vida que possam estar implicadas na saúde dos idosos. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre características do suporte social e estresse na infância/adolescência com sintomas depressivos na velhice. Utilizou-se a escala CES-D (Radloff, 1977 e a escala de suporte social e estresse na infância/adolescência do Davis Longitudinal Study on Aging (Aldwin, Sutton, Chiara, & Spiro, III, 1996. A amostra consistiu de 956 idosos com idade entre 60 e 103 anos (M= 72,4; DP= 8,2. Foram encontradas relações significativas entre estressores e disciplina recompensatória com sintomas depressivos, o que se atribui a características não-normativas destas variáveis para esta coorte.Considering the process of aging as a period connected to social and historical influences, and life experiences that occur during development, it's significant to investigate the variables of other periods from the course of life, which could be implicated in the health of elders. The purpose of this study, however, was to assess the relation amongst social support characteristics and stress during the childhood/adolescence period, and depression symptoms of the elderly. The CES-D scale (Radloff, 1977 and the social support and stress in childhood/adolescence scale from Davis Longitudinal Study on Aging (Aldwin, Sutton, Chiara, & Spiro, III, 1996 were used. The sample consisted of 956 elderly between 60 and 103 years old (M= 72,4; SD= 8,2. Significant connections had been found between stressors and compensatory discipline with depression symptoms, which has been attributed to non-normative characteristics of such variables for the present cohort.

  13. UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS PARA O TRATAMENTO DA DEPRESSÃO: UMA PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonia Amanda Cardoso Almeida

    2013-06-01

    Full Text Available Os estudos com plantas medicinais são crescentes devido à sua capacidade de produzir moléculas com atividade terapêutica, utilizadas para diversos fins terapêuticos. Muitas atividades biológicas atribuídas às plantas foram comprovadas, dentre elas a atuação no sistema nervoso central sendo utilizadas para o tratamento e/ou prevenção de transtornos psicossociais como ansiedade e depressão. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi realizar uma prospecção tecnológica do uso de plantas medicinais para o tratamento e/ou prevenção do transtorno de ansiedade por meio do mapeamento de patentes nas bases de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI, Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI, Banco Europeu de Patentes (BEP e no Banco Americano de Marcas e Patentes (BAMP. A classificação internacional mais abundante nessa prospecção foi A61K, que trata de preparações para finalidades médicas, odontológicas ou higiênicas. O maior número de patentes foi depositado nos últimos 5 anos. Dentre os maiores depositários, estão Japão e China.

  14. Transtornos do humor em enfermaria de clínica médica e validação de escala de medida (HAD de ansiedade e depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Botega Neury J.

    1995-01-01

    Full Text Available Para estimar a prevalência de transtornos do humor, foram utilizadas a entrevista estruturada, "Clinical Interview Schedule" (CIS-R, e a escala "Hospital Anxiety and Depression" (HAD em 78 pacientes internados em uma enfermaria geral de adultos (43 homens e 35 mulheres, média de idade = 43,2 anos. Foi encontrada prevalência instantânea de 39% de transtornos do humor. Dezesseis (20,5% pacientes preencheram critérios para ansiedade, a maioria dos casos sendo de gravidade leve. Vinte e seis (33% casos de depressão foram detectados, 7 dos quais de gravidade moderada. Observou-se uma combinação de sintomas de preocupação, depressão, ansiedade e insônia. A HAD mostrou-se de fácil compreensão pelos pacientes. As subescalas de ansiedade e de depressão tiveram consistência interna de 0,68 e 0,77, respectivamente. A correlação dos itens com as respectivas subescalas sugere que essas possuem validades convergentes, não discriminantes. Com ponto de corte 8/9, a sensibilidade e a especificidade foram 93,7% e 72,6%, para ansiedade, e 84,6% e 90,3%, para depressão. Na prática clínica, a utilização da HAD poderia auxiliar na detecção de casos de transtornos do humor que necessitam de tratamento.

  15. Depressão, ansiedade e psicopatia: um estudo correlacional com indivíduos privados de liberdade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda de Vargas

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Investigar se existe correlação entre sintomas depressivos, sintomas ansiosos e psicopatia em 25 prisioneiros de um município do Rio Grande do Sul. Métodos Para a coleta de dados, foram utilizados os Inventários de Depressão e Ansiedade Beck e a Escala Hare para psicopatia. As entrevistas foram realizadas nas dependências de uma instituição prisional de forma individual. Resultados Foi encontrada correlação estatisticamente significativa entre depressão e ansiedade, e o escore total de psicopatia não se correlacionou com ansiedade, somente com depressão. Por outro lado, o fator 2 da escala, referente ao aspecto comportamental do transtorno, apresentou correlação com ansiedade e depressão. Conclusão Embora alguns dados tenham sido concordantes com os da literatura, a pesquisa apresentou resultados não encontrados em estudos anteriores. Dessa forma, evidencia-se a necessidade de realizar novos estudos na área.

  16. Impact of alcohol intoxication and withdrawal syndrome on social phobia and panic disorder in alcoholic inpatients Impacto das fases de intoxicação e de abstinência de álcool sobre a fobia social e o transtorno de pânico em pacientes alcoolistas hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mauro Barbosa Terra

    2004-01-01

    de pânico ao longo da vida e nove (21.9% tiveram ataques de pânico na intoxicação ou na síndrome de abstinência. Dezesseis (39% pacientes dependentes de álcool apresentavam fobia social, que iniciava-se antes de começar o uso de bebidas alcoólicas. No entanto, com o tempo, o álcool perdeu o efeito de aliviar os sintomas da fobia social ou piorou estes sintomas em 31.2% dos pacientes fóbicos sociais. Enquanto os pacientes com fobia social relataram uma melhora significativa dos sintomas psiquiátricos na fase de intoxicação, os pacientes com pânico pioraram significativamente na fase de intoxicação. Na fase de abstinência, os pacientes com fobia social tenderam a piorar com maior freqüência. CONCLUSÃO: Nossos achados indicam que o impacto do álcool, na intoxicação, é diferente na fobia social, quando comparado com o pânico, diminuindo os sintomas fóbicos sociais a princípio e agravando-os posteriormente. No transtorno de pânico, o impacto da intoxicação pelo álcool é mais deletério, ao menos a curto prazo.

  17. Sobre o transtorno de pânico e a hipocondria: uma revisão Panic disorder and hypochondriasis: a review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Albina Rodrigues Torres

    2002-09-01

    Full Text Available Introdução/Objetivos: A hipocondria é associada a diversos transtornos de ansiedade, sobretudo ao transtorno de pânico (TP. Estima-se que 50% a 70% dos pacientes com TP tenham sintomas hipocondríacos, e que 13% a 17 % dos hipocondríacos tenham TP associado. O presente estudo teve como objetivo revisar a literatura sobre as relações clínicas, fenomenológicas, cognitivas e psicodinâmicas entre o TP e a hipocondria, além de discutir aspectos conceituais e critérios diagnósticos. Métodos: A busca de artigos foi feita pelo sistema Medline entre 1990 e 2001, utilizando-se, como palavras-chave, transtorno de pânico, agorafobia, hipocondria e preocupações hipocondríacas. Resultados: Considera-se que há comorbidade com hipocondria no TP quando as preocupações com saúde não se restringem a sintomas das crises de pânico. Apesar de geralmente consideradas secundárias, vários pacientes com TP apresentam, antes da primeira crise, manifestações hipocondríacas que podem ser consideradas prodrômicas. A ansiedade pode gerar, num círculo vicioso, preocupações excessivas com saúde, auto-observação seletiva e antecipação do pior. Apesar do viés catastrófico comum, no TP sintomas autonômicos aumentam rapidamente até culminar num ataque, a catástrofe temida é iminente, com comportamentos de esquiva e busca imediata de socorro. Na hipocondria, temem-se doenças mais insidiosas, predominam comportamentos de hipervigilância e busca de reafirmação, as crenças são mais disfuncionais, é pior a relação médico-paciente e maior o foco de sensações erroneamente interpretadas catastroficamente. O medo patológico da morte e a alexitimia estariam presentes nos dois quadros. Conclusão: A sobreposição clínica entre TP/agorafobia e hipocondria é relevante, mas não completa. A relação entre os dois quadros é complexa e possivelmente bidirecional, um aumentando a vulnerabilidade ao outro. Há diferenças fenomenol

  18. Avaliação audiológica comportamental e eletrofisiológica no transtorno do espectro do autismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carla Leite Romero

    2014-06-01

    Full Text Available Objetivo descrever os achados das avaliações audiológicas comportamentais e eletrofisiológicas de pacientes com diagnóstico de transtorno do espectro do autismo. Métodos estudo descritivo, de coorte contemporânea com corte transversal, composto por nove pacientes com diagnóstico de transtorno do espectro do autismo, submetidos a avaliação comportamental e eletrofisiológica da audição. Os resultados foram analisados por meio de estatística descritiva. Resultados todos os pacientes avaliados apresentaram limiares audiométricos dentro dos padrões de normalidade. Oito pacientes apresentaram curva timpanométrica do tipo A, e um do tipo C. Observou-se emissões otoacústicas por produto de distorção presentes em todos os pacientes avaliados. Os resultados do potencial evocado auditivo de tronco encefálico demonstraram integridade das vias auditiva. Conclusão a população estudada apresentou resultados compatíveis com a normalidade tanto na avaliação comportamental como na avaliação eletrofisiológica da audição. Pelo fato de não haver consenso, na literatura especializada, quanto aos achados audiológicos nesta população, principalmente no que se refere à avaliação eletrofisiológica do processamento auditivo, sugere-se a realização de novos estudos.

  19. Comorbidades do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças escolares Attention-deficit hyperactivity disorder comorbidity in a school sample of children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marianne de Aguiar Possa

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a freqüência de transtorno de conduta (TC, transtorno desafiador opositivo (TDO e transtorno obsessivo-compulsivo (TOC em crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH. MÉTODO: Estudo realizado em crianças de 7 a 11 anos com TDAH conforme critérios do DSM-IV (n=35, exame neurológico normal e exame neurológico evolutivo (ENE segundo Lefèvre alterado. Os responsáveis responderam a questionários contendo os critérios do DSM-IV para TDAH e para comorbidades. RESULTADOS: TDAH do tipo combinado foi o mais prevalente (51,4%. Quatorze crianças (40,0% apresentaram TC, incluindo duas que apresentaram TC e TOC. Cinco (14,2% apresentaram apenas TDO e uma (2,8% apresentou apenas TOC. Onze das quatorze crianças (78,5% com TC tinham TDAH do tipo combinado (pOBJECTIVE: To evaluate the frequency of conduct disorder (CD, oppositional defiant disorder (ODD and obsessive-compulsive disorder (OCD in children with attention-deficit hyperactivity disorder (ADHD. METHOD: This study was performed with children between 7 and 11 years old who fit the DSM-IV diagnostic criteria (n=35 to ADHD, normal neurologic examination and abnormal evolutionary neurological examination (ENE by Lefèvre. Parents answered a questionnaire with DSM-IV criteria to ADHD and comorbidities. RESULT: ADHD combined subtype was the most prevalent (51.4%. Fourteen (40% had CD, including two with both CD and OCD. Five (14.2% had only ODD and one (2.8% only OCD. Eleven of fourteen children (78.5% with CD had also ADHD combined subtype, with significant statistical difference (p<0.05. Eleven of fifteen children (73.3% without comorbidity had inattentive or hyperactive subtype (p<0.05. CONCLUSION: The frequency of association between CD and ADHD was high, much more in combined subtype.

  20. Genética do transtorno bipolar Genetics of bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Michelon

    2004-10-01

    Full Text Available O Transtorno bipolar (TB possui alta prevalência na população mundial e causa perdas significativas na vida dos portadores. É uma doença cuja herança genética se caracteriza por mecanismos complexos de transmissão envolvendo múltiplos genes. Na tentativa de identificar genes de vulnerabilidade para o TB, várias estratégias de investigação genética têm sido utilizadas. Estudos de ligação apontam diversas regiões cromossômicas potencialmente associadas ao TB, cujos marcadores ou genes podem ser candidatos para os estudos de associação. Genes associados aos sistemas monoaminérgicos e vias de sinalização intracelulares são candidatos para investigação da etiologia genética do TB. Novas técnicas de mapeamento de expressão gênica em tecidos especializados apontam para novos genes cujas mutações possam ser responsáveis pelo aparecimento da doença. Em virtude da complexidade do modo de transmissão do TB e de sua heterogeneidade fenotípica, muitas dificuldades são encontradas na determinação desses genes de vulnerabilidade. Até o momento, há apenas resultados preliminares identificando alguns genes associados à vulnerabilidade para desenvolver o TB. Entretanto, a compreensão crescente dos mecanismos epigenéticos de controle da expressão gênica e a abordagem dimensional dos transtornos mentais podem colaborar nas investigações futuras em genética psiquiátrica.Bipolar disorder (BD is a worldwide highly prevalent mental disease. This disorder has a genetic inheritance characterized by complex transmission mechanisms involving multiple genes. Many investigation strategies have been put forward in order to identify BD susceptibility genes. Linkage studies reveal markers and candidate genes for the association studies. Monoaminergic system genes and intracellular signaling pathway genes are also important candidates to be investigated in the etiology of this disorder. Recent techniques of gene expression

  1. Teores de nutrientes e fertirrigação em cultivo de camu-camu (Myrciaria dubia (Kunth McVaugh com diferentes doses de nitrogênio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Abanto Rodriguez

    2018-01-01

    Full Text Available O camu-camu (Myrciaria dubia (Kunth McVaugh é uma fruteira nativa que está em processo de domesticação, portanto, o conhecimento das necessidades nutricionais é essencial para melhorar a eficiência da adubação durante seu desenvolvimento. O trabalho teve como objetivo determinar os teores de nutrientes em plantas de camu-camu em função da adubação nitrogenada via fertirrigação no primeiro ano de cultivo. O experimento foi conduzido mediante delineamento experimental em blocos casualizados, com 5 tratamentos: 0; 40; 80; 120 e 160 kg ha-1 de N, oito repetições e sete plantas por unidade experimental. As variáveis avaliadas foram a massa seca total e os teores de nutrientes nas folhas. Os resultados mostram que a massa seca total das plantas de camu-camu apresentou comportamento quadrático significativo em resposta às doses crescentes de N, sendo que doses maiores a 128 kg ha-1 propiciaram efeitos depressivos. Além disso, os teores foliares de N, K, Ca tiveram uma resposta quadrática significativa, sendo que as maiores concentrações foram registradas entre as doses de 113 e 115 kg de N ha-1. Por outro lado, os micronutrientes tiveram um comportamento polinomial depressivo de acordo com os incrementos das doses de N. Pode-se concluir que os teores foliares dos nutrientes estão dentro dos adequados para o desenvolvimento das plantas de camu-camu, e os nutrientes mais exigidos foram o N, Ca, K, Fe, Mn e B, e finalmente os teores de macro e micronutrientes determinados nas folhas responderam a seguinte ordem decrescente: N > Ca > K > Mg > S > P > Mn >Fe > B > Zn > Cu, respectivamente.

  2. Some notes on a historical perspective of panic disorder Algumas notas sobre uma perspectiva histórica do transtorno de pânico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Egidio Nardi

    2006-01-01

    Full Text Available This article aims to describe important points in the history of panic disorder concept, as well as to highlight the importance of its diagnosis for clinical and research developments. Panic disorder has been described in several literary reports and folklore. One of the oldest examples lies in Greek mythology - the god Pan, responsible for the term panic. The first half of the 19th century witnessed the culmination of medical approach. During the second half of the 19th century came the psychological approach of anxiety. The 20th century associated panic disorder to hereditary, organic and psychological factors, dividing anxiety into simple and phobic anxious states. Therapeutic development was also observed in psychopharmacological and psychotherapeutic fields. Official classifications began to include panic disorder as a category since the third edition of the American Classification Manual (1980. Some biological theories dealing with etiology were widely discussed during the last decades of the 20th century. They were based on laboratory studies of physiological, cognitive and biochemical tests, as the false suffocation alarm theory and the fear network. Such theories were important in creating new diagnostic paradigms to modern psychiatry. That suggests the need to consider a wide range of historical variables to understand how particular features for panic disorder diagnosis have been developed and how treatment has emerged.O objetivo deste artigo é descrever alguns pontos importantes na história do desenvolvimento do conceito de transtorno de pânico e ressaltar a importância do diagnóstico para o progresso da pesquisa e da clínica. O transtorno de pânico foi descrito em vários textos literários e folclóricos. Talvez um dos exemplos mais antigos seja o deus Pan da mitologia grega, responsável pelo termo pânico.Aprimeira metade do século XIX presenciou o apogeu do processo de abordagem médica. Durante a segunda metade do s

  3. O Trote e a Saúde Mental de Estudantes de Medicina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cristina Pereira Lima

    Full Text Available RESUMO Introdução A prática do trote é um fenômeno que teve início na Idade Média e ainda persiste em muitas universidades pelo mundo. No Brasil, embora seja um problema amplamente reconhecido, tem sido insuficientemente estudado. Objetivo Estimar a prevalência e identificar fatores associados à ocorrência de trote numa faculdade de Medicina pública, localizada no interior do Estado de São Paulo. Método Foi realizado um estudo transversal do qual participaram 477 estudantes de Medicina do primeiro ao sexto ano do curso. O questionário autopreenchido continha questões e instrumentos estruturados que permitiram avaliar: características sociodemográficas e da vida acadêmica, apoio social, sintomas depressivos, uso problemático de álcool (por meio do Alcohol Use Disorder Identification Test – Audit, transtorno mental comum (por meio do Self Reporting Questionnaire – SRQ e se o participante sofreu trote que considerou abusivo ou se aplicou trote do qual se arrependeu posteriormente. Foi realizada análise bivariada e regressão logística para identificar fatores independentemente associados a cada um dos desfechos (ter sofrido trote que considerou abusivo ou ter aplicado trote do qual se arrependeu posteriormente. Resultados A taxa de resposta foi de 87,0%. Relataram ter sofrido trote abusivo 39,8% (IC95% 35,4% – 44,2% dos estudantes, enquanto afirmaram ter aplicado trote do qual se arrependeram 7,5% (IC95% 5,2% – 9,9% deles. Ter sofrido trote abusivo associou-se a: sexo masculino, não estar adaptado à cidade, apresentar menor escore na escala de apoio social e ter feito ou estar fazendo tratamento psiquiátrico e/ou psicológico após o ingresso na universidade. Ter aplicado trote, por sua vez, também se associou a sexo masculino, assim como a maior idade e maior pontuação no Audit. Conclusão Trote associou-se a sexo masculino e à procura por tratamento de saúde mental entre os que o receberam e a uso problem

  4. Evaluation of body image and self-concept and their correlation with depressive symptoms in Parkinson's disease Avaliação da imagem corporal, autoconceito e suas correlações com os sintomas depressivos na doença de Parkinson

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariane Haydée Estrada Gamarra

    2009-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To identify characteristics of body image and self-concept in individuals over fifty years of age with Parkinson's disease (PD. The secondary objectives are to analyze whether body image and self-concept are influenced by the severity of PD and to verify if there is correlation between depression, self-concept and body image in cases of PD. METHOD: Participating in the study were 48 individuals, being 26 with PD and 22 Controls. The instruments used were: The Mini Exam of Mental State, The My Body Image Test, The Factorial Self-concept Test, The Beck Depression Inventory, the motor section of The Unified Parkinson's Disease Rating Scale and The Modified Hoehn and Yahr Scale. RESULTS: In PD the perception of body image and self-concept demonstrated significantly reduced values pOBJETIVO: Identificar características de imagem corporal e autoconceito em indivíduos com doença de Parkinson (DP acima de cinqüenta anos de idade. Os objetivos secundários são analisar se a imagem corporal e o autoconceito são influenciados pela gravidade da DP e, verificar se existe correlação entre depressão, autoconceito e imagem corporal na DP. MÉTODO: Participaram do estudo 48 indivíduos, sendo 26 com DP e 22 Controles. Os instrumentos utilizados foram: Mini-Exame do Estado Mental, Teste A Minha Imagem Corporal, Escala Fatorial de Autoconceito, Inventário de Depressão de Beck, Unified Parkinson's Disease Rating Scale parte motora e Hoehn e Yahr Modificada. RESULTADOS: Na DP a percepção da imagem corporal e do autoconceito, demonstraram valores reduzidos significativamente (p<0.001 e p=0.012 respectivamente, e a sintomatologia depressiva apresentou-se significativamente maior (p=0.002. CONCLUSÃO: Indivíduos com DP apresentam alteração da imagem corporal e do autoconceito, apresentaram também menos confiança pessoal e menor receptividade social correlacionados com sintomas depressivos.

  5. Treinamento auditivo para transtorno do processamento auditivo: uma proposta de intervenção terapêutica

    OpenAIRE

    Samelli,Alessandra Giannella; Mecca,Fabíola Ferrer Del Nero

    2010-01-01

    OBJETIVO: verificar a eficácia de um programa informal de treinamento auditivo específico para transtornos do Processamento Auditivo, em um grupo de pacientes com esta alteração, por meio da comparação de pré e pós-testes. MÉTODOS: participaram deste estudo 10 indivíduos de ambos os sexos, da faixa etária entre sete e 20 anos. Todos realizaram avaliação audiológica completa e do processamento auditivo (testes: Fala com Ruído, Sttagered Spondaic Word - SSW, Dicótico de Dígitos, Padrão de Frequ...

  6. Telefonoaudiologia: desenvolvimento e avaliação do CDROM \\"Procedimentos Terapêuticos no Transtorno Fonológico

    OpenAIRE

    Ana Carulina Pereira Spinardi

    2009-01-01

    A Telefonoaudiologia ou Teleprática em Fonoaudiologia, entendida como a utilização de tecnologias de informação e comunicação (TIC) em ações fonoaudiológicas, apresenta-se como alternativa para promover a integração e valorização das práticas profissionais. Este estudo teve por objetivo apresentar um material hipermídia sobre o tratamento do Transtorno Fonológico, desenvolvido para ser utilizado como recurso didático no ensino e aprimoramento/aperfeiçoamento da Fonoaudiologia, e avaliar sua q...

  7. Treinamento físico intervalado como ferramenta na terapia cognitivo-comportamental do transtorno de pânico

    OpenAIRE

    Sardinha, Aline; Araújo, Claudio Gil Soares de; Nardi, Antonio Egidio

    2011-01-01

    Este trabalho consiste no relato da utilização de um programa de exercícios físicos aeró-bicos intervalados no contexto da terapia cognitivo-comportamental em um caso de transtorno de pânico e agorafobia. São descritos os procedimentos utilizados, bem como os resultados positivos obtidos na redução da ansiedade cardíaca e na ansiedade cotidiana em relação a situações que exigem esforço físico. The present article reports the use of an interval aerobic exercise program as an adjunct interve...

  8. Terapias somáticas para transtornos psiquiátricos resistentes ao tratamento Somatic therapies for treatment-resistant psychiatric disorders

    OpenAIRE

    Raphael J Braga; Georgios Petrides

    2007-01-01

    OBJETIVO: O presente artigo é uma revisão do conhecimento atual relativo às terapias somáticas em psiquiatria, com foco em transtornos psiquiátricos resistentes ao tratamento usual. MÉTODO: Foi realizada uma pesquisa computadorizada da literatura no Medline utilizando as palavras "eletroconvulsoterapia", "estimulação magnética transcraniana", "terapia magnética convulsiva", "estimulação do nervo vago" e "estimulação cerebral profunda", com todos os termos traduzidos para o idioma inglês. Refe...

  9. Alterações Neurobiológicas Verificadas a partir do Tratamento com Terapia Cognitivo-comportamental no Transtorno Obsessivo-Compulsivo

    OpenAIRE

    Fernandes, Priscila Assumpção; Carvalho, Marcele Regine de

    2016-01-01

    RESUMO Hipóteses neurobiológicas sobre o Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) sugerem alterações funcionais e anatômicas em determinadas áreas cerebrais relacionadas aos sintomas. Evidências indicam que a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é eficaz para o tratamento do TOC e capaz de modular padrões neurais disfuncionais. O presente estudo objetivou descrever as alterações neurobiológicas promovidas pela TCC para o TOC. Realizou-se uma revisão sistemática, cuja amostra final correspondeu...

  10. Transtornos alimentares em alunas de nutrição do Rio Grande do Sul Eating disorders in female nutrition students in Rio Grande do Sul state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Ramos Kirsten

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar sintomas de transtornos alimentares em estudantes de Nutrição do sexo feminino em relação ao estado nutricional, à prática de atividade física e ao semestre cursado. MÉTODOS: Foi utilizado o Eating Attitudes Test-26 para verificar sintomas de transtornos alimentares em estudantes do curso de Nutrição de uma faculdade particular do Rio Grande do Sul. Foram coletados dados de peso e altura para a avaliação do estado nutricional, semestre cursado, prática de atividade física e dados demográficos. RESULTADOS: A amostra foi composta por 186 alunas. As entrevistadas, em sua maioria, apresentavam entre 21 e 25 anos de idade (50,0%, cor branca (93,5%, renda inferior a 10 salários-mínimos (66,0% e eram solteiras (91,0%. Os resultados do Eating Attitudes Test-26 demonstraram que 24,7% das estudantes apresentavam sintomas de transtornos alimentares. Cerca de 85,5% das estudantes da amostra eram eutróficas, 8,5% apresentavam algum grau de desnutrição e 6,0%, sobrepeso e/ou obesidade. Não houve significância estatística na comparação entre sintomas de transtornos alimentares com o estado nutricional (p=0,32, o semestre cursado (p=0,67 e com a prática de atividade física (p=0,12. CONCLUSÃO: Foi identificada alta proporção de sintomas de transtornos alimentares, porém sem significância estatística quando comparado com o estado nutricional, à atividade física e ao semestre cursado.OBJECTIVE: The objective of this study was to check for symptoms of eating disorders in female nutrition students in relation to their nutritional status, level of physical activity and academic semester. METHODS: The Eating Attitudes Test-26 was used to check for symptoms of eating disorders in nutrition students of a private college in Rio Grande do Sul, Brazil. The following data were collected: weight, height, academic semester, level of physical activity and demographic data. RESULTS: The sample consisted of 186 female

  11. Estudo do Perfil Sociodemográfico e da Prevalência de Transtornos Mentais Menores em Estudante de Turismo da UEMS / Unidade de Dourados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Sottili Garcia

    2010-07-01

    Full Text Available Resumo Este estudo teve por objetivos caracterizar o perfil sócio-demográfico, estimar a prevalência de Transtornos Mentais Menores (TMM e verificar a associação de algumas variáveis sociodemográficas com os TMM na população de estudantes universitários dos cursos de Turismo da UEMS. Trata-se de um estudo transversal em uma amostra de 236 sujeitos: 163 (69% do sexo feminino e 73 (31% do sexo masculino. Utilizaram-se dois questionários auto-aplicáveis (QSG-60 e QDSD. O perfil sociodemográfico mostrou, em sua maioria, uma população jovem, com idade entre 18 e 21 anos, solteira, com renda familiar mensal de R$ 1.000,00, residindo com a família, utilizando o ônibus como meio locomoção e feminina. A prevalência de TMM foi de 14%, destacando-se, como transtorno principal, o estresse psíquico (16%, seguido por desconfiança no desempenho (15% e distúrbios do sono (13%. Palavras-chave: estudante universitário; transtornos mentais menores; QSG-60. Abstract This study had the objectives to characterize the socio-demographic profile, and to estimate the prevalence of the Minor Mental Disorders (MMD and to verify the association from some socio-demographic variable with the MMD in the people of undergraduate students of the Tourism course of UEMS. It is a transverse study in a sample of 236 people: 163 (69% female and 73 (31% male. It was used two self-explanatory questioners (QSG-60 and QDSD. The socio-demographic profile showed, a young population, between 18 and 21 years old, bachelor, with a familiar income of R$ 1.000,00, living with the family, and using the bus as transportation and female. The prevalence of MMD was 14%, distinguishing, as a main disorder, the psycho stress (16%, followed by suspicion of acting (15% and sleepiness disturbs (13%. Keywords: Undergraduate Student; Minor Mental Disorders; GHQ-60.

  12. Neonatal treatment with fluoxetine reduces depressive behavior induced by forced swim in adult rats Tratamento neonatal com fluoxetina reduz o comportameto depressivo induzido pelo nado forçado em ratos adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Mendes-da-Silva

    2002-12-01

    Full Text Available Serotonin plays a role at the pathophysiology of depression in humans and in experimental models. The present study investigated the depressive behavior and the weigh evolution in adult rats (60 days treated from the 1st to the 21st postnatal day with fluoxetine, a selective serotonin reuptake inhibitor (10 mg/kg, sc, daily. The depressive behavior was induced by the forced swim test (FST. The animals were submitted to two sessions of FST: 1st session for 15 min and the 2nd session 24h later, for 5 min. During the 2nd session the Latency of the Attempt of Escape (LAE and Behavioral Immobility (BI were appraised. The Fluoxetine group when compared to the Control group, showed an increase in LAE and a decrease in BI. The neonatal administration of fluoxetine reduced the depressive behavior in adult rats, possibly by increase in the brain serotonergic activity. This alteration can be associated to process of neuroadaptation.Estudos em humanos e em modelos experimentais demonstram que a serotonina (5-HT participa da fisiopatologia da depressão. O presente estudo investigou o comportamento depressivo e a evolução ponderal de ratos adultos jovens (60 dias tratados do 1º ao 21º dia pós-natal com fluoxetina, um inibidor seletivo de recaptação da serotonina, (10 mg/kg, sc, diariamente. A depressão experimental foi induzida através do teste de nado forçado (NF. Os animais foram submetidos a duas sessões de NF, a primeira por 15 min e a segunda após 24 h, por 5 min. Durante os 5 min de NF a latência da tentativa de fuga (LTF e o tempo de imobilidade (TI foram avaliados. O grupo tratado com fluoxetina apresentou aumento da LTF e redução do TI comparado ao controle. A administração neonatal de fluoxetina reduziu o comportamento depressivo em ratos adultos, possivelmente em função do aumento da atividade serotoninérgica cerebral. Esta alteração poderá estar relacionada a processos neuroadaptativos.

  13. A comorbidade entre transtornos alimentares e de personalidade e suas implicações clínicas Comorbidity in eating and psychological disorders and its clinical implications

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Celeste de Oliveira Martins

    2004-01-01

    Full Text Available Os autores revisam, de maneira breve, os estudos clínicos sobre comorbidade em transtornos alimentares. Aspectos gerais do tratamento nessas situações são discutidos.We briefly reviewed the clinical studies of comorbidity in eating disorders. general aspects of the treatment in these situations are discussed.

  14. Transtorno afectivo bipolar: perfil fármaco-terapéutico y adhesión a la medicación

    OpenAIRE

    Miasso, Adriana Inocenti; Mercedes, Bruna Paiva do Carmo; Tirapelli, Carlos Renato

    2012-01-01

    Este estudo teve como objetivos verificar a adesão de portadores de transtorno afetivo bipolar (TAB) à terapêutica medicamentosa e identificar possíveis causas de adesão e não adesão ao medicamento de acordo com o perfil farmacoterapêutico. Trata-se de estudo transversal, descritivo, realizado em Núcleo de Saúde Mental de um município do interior paulista. Participaram do estudo 101 pacientes com TAB. Para coleta dos dados, utilizou-se a entrevista estruturada e o teste de Morisky-Green e, pa...

  15. Transtornos alimentares: patologia ou estilo de vida? Eating disorders: disease or life style?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane de Jesus Bittencourt

    2013-01-01

    Full Text Available A internet se apresenta como um novo espaço de reconfiguração das relações sociais, por isso jovens com transtornos alimentares vêm utilizando-a como forma de expressão, através das comunidades pró-anorexia e bulimia. Este artigo visa compreender a diferença entre o discurso hegemônico e a crença destas jovens, a partir das teorias antropológicas sobre a influência da cultura na saúde e na doença, da teoria da bioascese e das teorias feministas. Usando a interpretação de sentidos, percebe-se que os transtornos alimentares são considerados estilos de vida, nos quais se busca fugir ao sofrimento através do controle dos corpos e dos desejos. Há uma trama entre controle, poder e dominação, no qual as jovens pleiteiam autonomia e independência, a sociedade define e normatiza seus corpos, e dessa forma, impõem uma dominação, e os profissionais, baseados nos discursos da saúde, intentam ensiná-las como controlá-los, exercendo, de certa forma, um poder sobre o outro.The internet is a new space of reconfiguration of the social relationship therefore young people with eating disorders have been using the net as a way of expressing themselves, through the pro-anorexia and bulimia communities. This paper attempt to understand the difference between hegemonic approaches and the belief of these young people, from anthropological theories about the health and the disease, the bioascese and feminist theories. Using the interpretation of meanings it's noticed that the eating disorders are considered lifestyles whereby we seek to escape the suffering through the control of bodies and desires. There is a plot between control, power and domination, in which young people plead for autonomy and independence, the society defines and regulates their bodies, and thus impose a domination, and the professionals having the health discourses as bases, intend to teach them how to control their bodies, exerting somewhat a power over the other.

  16. Ensaio clínico placebo-controlado com isoflavonas da soja para sintomas depressivos em mulheres no climatério Placebo-controlled clinical trial with soy isoflavones for depressive symptoms in climacteric women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rilva Lopes de Sousa

    2006-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a eficácia do uso de isoflavonas da soja no tratamento de sintomas depressivos em mulheres com síndrome climatérica. MÉTODOS: estudo experimental placebo-controlado, randomizado e duplo-cego, com 84 pacientes climatéricas atendidas ambulatorialmente no Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa (PB. Na avaliação de sintomas depressivos empregou-se o Questionário de Auto-avaliação da Escala de Hamilton para Depressão (QAEH-D nas visitas pré-tratamento (VT1 e na 8ª (VT2 e na 16ª (VT3 semana pós-tratamento. O grupo experimental (GExp recebeu extrato de isoflavonas da soja, 120 mg por dia, e o controle (GCont, placebo. A comparação dos escores do QAEH-D entre os grupos em VT1, VT2 e VT3 constituiu a medida primária de eficácia (teste t, p0,05. De VT1 para VT3, evidenciou-se diferença estatisticamente significativa de 8,9% na redução dos escores entre os grupos (p=0,03. Não houve correlação da redução dos sintomas depressivos com resposta dos sintomas vasomotores (p>0,05. Houve redução das concentrações de FSH apenas no GExp (p=0,02, sem alterações do estradiol. Não ocorreram eventos adversos clinicamente relevantes. CONCLUSÕES: o efeito do extrato de isoflavonas foi superior ao do placebo, porém de pequena magnitude e apenas após 8 semanas de tratamento. Este pequeno efeito atribuído ao tratamento experimental, de boa tolerabilidade, poderá beneficiar pacientes que têm efeitos colaterais aos estrógenos ou que preferem não usar estes hormônios.PURPOSE: to evaluate the efficacy of the use of isoflavones in the treatment of depressive symptoms in climacteric women. METHODS: placebo-controlled, randomized double-blind experimental study with 84 climacteric women who were assisted at the Lauro Wanderley University Hospital Ambulatory, in João Pessoa, Paraíba, Brazil. In the evaluation of the depressive symptoms the Self-evaluation questionnare of Hamilton's rating scale for

  17. Fatores psicossociais do trabalho e transtornos mentais comuns em eletricitários Factores psicosociales del trabajo y trastornos mentales comunes en electricistas Psychosocial factors of work and mental disorders in electricians

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suerda Fortaleza de Souza

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar aspectos psicossociais do trabalho associados a transtornos mentais comuns em trabalhadores da manutenção de equipamentos e linhas de transmissão de energia elétrica. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com 158 trabalhadores do setor de manutenção de uma empresa de energia elétrica no Nordeste do Brasil. A variável independente principal foram os aspectos psicossociais do trabalho, medidos segundo o modelo demanda-controle (trabalho passivo, trabalho ativo, trabalho com baixa exigência e trabalho com alta exigência, e a variável dependente foi a prevalência dos transtornos mentais comuns, medida pelo Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20. As relações entre as variáveis foram analisadas em modelos de regressão logística múltipla, considerando-se nível de significância de 5%. RESULTADOS: A prevalência de transtornos mentais comuns foi de 20,3%, variando segundo as quatro categorias do modelo demanda-controle. O grupo com trabalho de alta exigência apresentou prevalência 2,7 vezes maior em relação ao grupo com trabalho de baixa exigência, após ajuste pelas covariáveis prática de atividade física, lazer, escolaridade e apoio social. CONCLUSÕES: A prevalência de transtornos mentais comuns esteve associada a aspectos psicossociais presentes no trabalho dos eletricitários, sobretudo o trabalho com alta exigência, assim como alta demanda psicológica e baixo apoio social.OBJETIVO: Identificar aspectos psicosociales del trabajo asociados a trastornos mentales comunes en trabajadores del mantenimiento de equipos y líneas de transmisión de energía eléctrica. MÉTODOS: Estudio transversal realizado con 158 trabajadores del sector de mantenimiento de una empresa de energía eléctrica en el Noreste de Brasil. Las variables independientes principales fueron los aspectos psicosociales del trabajo, medidos según el modelo demanda- control (trabajo pasivo, trabajo activo, trabajo con baja exigencia y

  18. Memória social da Batalha do Jenipapo: trilhas e enredos patrimoniais em Campo Maior (PI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Dione Carvalho de Moraes

    2011-01-01

    Full Text Available Today, there is a considerable increase in the field of cultural referents to be "preserved" and, as a consequence, a proliferation of institutions/mechanisms triggered in face of the threat of disruption/disappearance of these referents, with a growing appreciation of local identities and a questioning of the past on the basis of circumstances and needs of the present. Within this memory boom, we focus the process of assigning meanings to an event narrated by historiography and oral tradition as an important fight in the process of Brazil's independence, viz. the battle of Jenipapo, which occurred in the village of Campo Maior (PI, in the northeastern region of Brazil, on the banks of the River Jenipapo on March 13, 1823. To this end, we approach the polyphonic and multiple work of social memory that takes place in the convergences and divergences between history, myth and tangible signs, as diffuse monuments, places of memory, in the city of Campo Maior (PI.

  19. Depressão e ansiedade em adolescentes de escolas públicas e privadas Depression and anxiety in adolescents from public and private schools

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joana D’Arc Vila Nova Jatobá

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar prevalência de depressão e de ansiedade em adolescentes matriculados e freqüentando escolas públicas e privadas da cidade do Recife - Pernambuco. MÉTODOS: Por meio de estudo de prevalência, de base populacional, admitindo população de 10.414 alunos das redes pública e privada, prevalência de depressão e transtornos depressivos de 20,3%, precisão de 5% e nível de significância de 0,05, a amostragem aleatória e estratificada incluiu 243 alunos, do ensino fundamental e médio de 11 escolas, com idade de 14 a 16 anos. As variáveis foram: idade, religião, tipo, adscrição e porte da escola, escolaridade, tempo de estudo, condição estudantil e laboral, características do núcleo familiar, sexo, estado civil, tipo de pele segundo escala de Fitzpatrick (investigadas por questionário demográfico e grau de depressão e de ansiedade pelas escalas de Hamilton. Para análise estatística, empregou-se programa Statistical Package for Social Sciences. RESULTADOS: As prevalências de sintomas depressivos expressivos e de ansiedade igualaram-se a 59,9% e 19,9%, respectivamente. Foram significativas as associações de sintomas depressivos de intensidade grave com o sexo feminino e a crença religiosa diferentes da corrente do cristianismo. A ideação suicida/tentativa de suicídio foi referida por 34,3% dos estudantes. Houve associação significativa de ideação suicida com grau leve ou moderado de sintomas depressivos e moderado de ansiedade, assim como de tentativa de suicídio com sintomas depressivos graves, estudo em escola privada e ansiedade severa. CONCLUSÕES: A gravidade das características psicopatológicas em uma idade tão jovem está a merecer uma intervenção psicossocial para reduzir suas repercussões para o futuro.OBJETIVE: To identify depression and anxiety prevalences within adolescents registered and frequenting public and private schools in the city of Recife - Pernambuco. METHODS: According

  20. Comorbidade entre o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e o abuso e dependência de álcool e outras drogas: evidências por meio de modelos animais Comorbidity between attention deficit/hyperactivity disorder and substance use disorders: evidence from animal models

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro F. Vendruscolo

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever algumas teorias recentes sobre a comorbidade entre o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e os transtornos relacionados ao abuso e dependência de álcool e outras drogas, e discutir a utilidade de um modelo animal de transtorno de déficit de atenção/hiperatividade, os ratos espontaneamente hipertensos, para o estudo da comorbidade entre transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e abuso e dependência de álcool e outras drogas. MÉTODO: Compilação dos principais estudos comportamentais investigando o efeito de drogas de abuso em ratos espontaneamente hipertensos. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Os ratos espontaneamente hipertensos, além de apresentarem as principais características do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (impulsividade, hiperatividade e déficit de atenção, parecem ser mais sensíveis a psicoestimulantes, canabinoides e opioides e bebem grandes quantidades de álcool. Além disso, o tratamento repetido destes ratos com metilfenidato (droga psicoestimulante de escolha para o tratamento do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade ou a exposição contínua a ambientes lúdicos durante a adolescência resultou, respectivamente, em aumento ou diminuição no consumo de álcool na idade adulta, enfatizando que fatores ambientais podem tanto favorecer como conferir resistência à comorbidade transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e abuso e dependência de álcool e outras drogas. Apesar dos estudos estarem em fase inicial nesta área, a linhagem de ratos espontaneamente hipertensos parece ser um modelo promissor para o estudo da comorbidade frequentemente observada entre transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e abuso e dependência de álcool e outras drogas.OBJECTIVE: To describe some recent theories regarding the comorbidity between attention deficit/hyperactivity disorder and substance use disorders and discuss the utility of using