WorldWideScience

Sample records for sucessionais em floresta

  1. Banco de sementes do solo em três fases sucessionais de uma Floresta Estacional Decidual em Santa Tereza, RS.

    OpenAIRE

    Solon Jonas Longhi; Eleandro José Brun; Diógenes Maurice Oliveira; Luis Eduardo Britto Fialho; Julio César Wojciechowski; Sandro Vaccaro

    2010-01-01

    Com o objetivo de avaliar o banco de sementes no solo e compreender aspectos da dinâmica sucessional de Floresta Estacional Decidual, foram coletadas 60 amostras de 1 m2 no final de cada estação do ano, em três estágios sucessionais (Capoeirão, Floresta Secundária e Floresta Madura). Em cada ponto amostral, foi coletado o folhedo e os primeiros 3 cm de solo. No Centro Tecnológico de Silvicultura da UFSM o material foi posto para germinar, separadamente, em canteiros de madeira de 1 m2, que co...

  2. Banco de sementes do solo em três fases sucessionais de uma Floresta Estacional Decidual em Santa Tereza, RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2010-08-01

    Full Text Available Com o objetivo de avaliar o banco de sementes no solo e compreender aspectos da dinâmica sucessional de Floresta Estacional Decidual, foram coletadas 60 amostras de 1 m2 no final de cada estação do ano, em três estágios sucessionais (Capoeirão, Floresta Secundária e Floresta Madura. Em cada ponto amostral, foi coletado o folhedo e os primeiros 3 cm de solo. No Centro Tecnológico de Silvicultura da UFSM o material foi posto para germinar, separadamente, em canteiros de madeira de 1 m2, que continham 5 cm de solo de horizonte B como substrato. Os canteiros foram cobertos com sombrite de 50% de sombreamento para o Capoeirão, 70% para a Floresta Secundária e 80% para a Floresta Madura. Foram feitas avaliações qualitativas e quantitativas, por espécie e unidade amostral, 20 dias após a instalação no viveiro e posteriormente a cada 30 dias. Foram calculadas a freqüência e densidade relativas e o Índice de Diversidade de Shannon. Encontraram-se 216 indivíduos, sendo a maioria deles na Floresta Madura, a qual também apresentou a maior riqueza florística. Nas três subseres, houve predominância de espécies secundárias iniciais. A estação de primavera apresentou a maior abundância de espécies, porém, no verão ocorreu a maior densidade de indivíduos por área.

  3. BANCO DE SEMENTES DO SOLO EM TRÊS FASES SUCESSIONAIS DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL EM SANTA TEREZA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julio César Wojciechowski

    2005-09-01

    Full Text Available Com o objetivo de avaliar o banco de sementes no solo e compreender aspectos da dinâmica sucessional de Floresta Estacional Decidual, foram coletadas 60 amostras de 1 m2 no final de cada estação do ano, em três estágios sucessionais (Capoeirão, Floresta Secundária e Floresta Madura. Em cada ponto amostral, foi coletado o folhedo e os primeiros 3 cm de solo. No Centro Tecnológico de Silvicultura da UFSM o material foi posto para germinar, separadamente, em canteiros de madeira de 1 m2, que continham 5 cm de solo de horizonte B como substrato. Os canteiros foram cobertos com sombrite de 50% de sombreamento para o Capoeirão, 70% para a Floresta Secundária e 80% para a Floresta Madura. Foram feitas avaliações qualitativas e quantitativas, por espécie e unidade amostral, 20 dias após a instalação no viveiro e posteriormente a cada 30 dias. Foram calculadas a freqüência e densidade relativas e o Índice de Diversidade de Shannon. Encontraram-se 216 indivíduos, sendo a maioria deles na Floresta Madura, a qual também apresentou a maior riqueza florística. Nas três subseres, houve predominância de espécies secundárias iniciais. A estação de primavera apresentou a maior abundância de espécies, porém, no verão ocorreu a maior densidade de indivíduos por área.

  4. Incremento em área basal de árvores de uma floresta estacional decidual, em três fases sucessionais, no município de Santa Tereza, RS.

    OpenAIRE

    Sandro Vaccaro; César Augusto Guimarães Finger; Paulo Renato Schneider; Solon Jonas Longhi

    2010-01-01

    Este trabalho teve como objetivo modelar funções de incremento em área basal para árvores de três fases sucessionais de uma Floresta Estacional Decidual, as quais se denominaram capoeirão, floresta secundária e floresta madura. A área, localizada no município de Santa Tereza, RS, foi amostrada em dois períodos 1996 e 2000, considerando os indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito maior ou igual a 3,2 cm (10 cm de circunferência). Observou-se que, para as árvores da Floresta Estaciona...

  5. INCREMENTO EM ÁREA BASAL DE ÁRVORES DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, EM TRÊS FASES SUCESSIONAIS, NO MUNICÍPIO DE SANTA TEREZA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2003-11-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo modelar funções de incremento em área basal para árvores de três fases sucessionais de uma Floresta Estacional Decidual, as quais se denominaram capoeirão, floresta secundária e floresta madura. A área, localizada no município de Santa Tereza, RS, foi amostrada em dois períodos 1996 e 2000, considerando os indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito maior ou igual a 3,2 cm (10 cm de circunferência. Observou-se que, para as árvores da Floresta Estacional Decidual da região do estudo, o incremento periódico anual em área basal pode ser estimado por equações próprias desenvolvidas para cada estágio sucessional ou por meio de uma equação geral, independente do estágio sucessional, sem perda de precisão das estimativas.

  6. Relating LANDSAT ETM+ and forest inventory data for mapping successional stages in a tropical wet forest / Relacionando LANDSAT ETM+ e dados de inventário florestal para mapeamento estádios sucessionais em uma floresta tropical úmida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio G. Gonçalves

    2010-10-01

    Full Text Available AbstractIn this study, we test whether an existing classification technique based on the integration of LANDSAT ETM+ and forest inventory data enables detailed characterization of successional stages in a tropical wet forest site. The specific objectives were: (1 to map forest age classes across the La Selva Biological Station in Costa Rica; and (2 to quantify uncertainties in the proposed approach in relation to field data and existing vegetation maps. Although significant relationships between vegetation hight entropy (a surrogate for forest age and ETM+ data were detected, the classification scheme tested in this study was not suitable for characterizing spatial variation in age at La Selva, as evidenced by the error matrix and the low Kappa coefficient (0.129. Factors affecting the performance of the classification at this particular study site include the smooth transition in vegetation structure between intermediate and late successional stages, and the low sensitivity of NDVI to variations in vertical structure at high biomass levels. ResumoNesse estudo, testamos se uma técnica de classificação existente, baseada na integração de imagens LANDSAT ETM+ e os dados de inventário florestal, permite a caracterização detalhada dos estádios sucessionais em uma área de floresta tropical úmida. Os objetivos específicos foram: (1 mapear classes de idade florestal na Estação Biológica La Selva, na Costa Rica, e (2 quantificar as incertezas da abordagem proposta em relação aos dados de campo e mapas de vegetação existente. Apesar de terem sido detectadas relações significativas entre dados ETM+ e medidas de entropia da altura da vegetação (um substituto para a idade florestal o sistema de classificação testados nesse estudo não se demonstrou adequado para caracterizar a variação espacial em idade em La Selva, como evidenciado pela matriz de erro e o baixo coeficiente Kappa (0,129. Fatores que afetam o desempenho da

  7. Caracterização e dinâmica de duas fases sucessionais em floresta secundária da mata atlântica Characterization and dynamics of two successional stages of secondary atlantic forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ademir Roberto Ruschel

    2009-02-01

    Full Text Available Em Santa Catarina, foi observado aumento da cobertura florestal nas últimas décadas, o que vem construindo uma paisagem florestal retalhada por um grande mosaico de fragmentos de vários estádios sucessionais. Neste trabalho, buscou-se avaliar o dinamismo do processo sucessional de dois diferentes estádios sucessionais. Em área florestal de 40 ha localizada no Município de São Pedro de Alcântara, SC, abandonada pelo uso agropecuário em meados de 1970, foram estabelecidas aleatoriamente parcelas permanentes (50 x 50 m, duas em estádio florestal secundário médio (SM e quatro em estádio secundário avançado (SA. As avaliações anuais durante o período de 1994 a 2000 de todas as plantas arbóreas com DAP >5 cm revelaram que no SM os valores da densidade de plantas, residentes, recrutadas, mortas e ramificadas foram superiores em relação aos no SA. No entanto, a riqueza de espécies, área basal e distribuição diamétrica foram superiores no SA. Botanicamente, foram observadas com muita clareza as espécies e as famílias dominantes de cada estádio e igualmente o dinamismo sucessional desse grupo de espécies, aumento explosivo e posterior declínio e substituição, evidenciando-se perfeitamente a funcionalidade dos grupos ecológicos nessa tipologia florestal. Por fim, destacou-se que a densidade de plantas ramificadas é notadamente superior em estádios florestais secundários iniciais, embora as taxas de incremento corrente anual fossem similares. As avaliações florísticas mostraram, ainda, que as florestas no litoral catarinense se encontravam em dinâmica sucessional, em que espécies climáxicas vêm substituindo paulatinamente o grupo de espécies pioneiras, elevando a diversidade de espécies e a biomassa florestal.In Santa Catarina State, the forested area of the Atlantic Forest increased in the last decade, forming a landscape which is characterized by a mosaic of fragments of distinct successional stages. This

  8. Estudo fenológico em três fases sucessionais de uma floresta estacional decidual no município de Santa Tereza, RS, Brasil Phenology study in three successional stages of a seasonal deciduous forest in Santa Tereza, RS, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cáren Andreis

    2005-02-01

    Full Text Available O presente estudo foi realizado em 40 parcelas de área fixa pertencentes a três estágios sucessionais, denominados: Capoeirão, Floresta Secundária e Floresta Madura, em uma Floresta Estacional Decidual no município de Santa Tereza, RS. Foram realizadas observações fenológicas quinzenais em 53 espécies arbóreas, numa média de 8,4 indivíduos por espécie, durante o período de 16 de novembro de 2001 a 10 de novembro de 2002. As fenofases observadas foram floração, frutificação e mudança foliar. Os resultados indicaram que a atividade reprodutiva manteve uma porcentagem relativamente baixa nos três estágios sucessionais durante o período observado, com tendências em ser menor durante a estação de inverno. A quantidade total de folhas na árvore, não se distinguindo estágio sucessional, diminuiu de aproximadamente 85% no período de maior atividade vegetativa para até 35% no inverno, período de repouso, sendo a Floresta Madura a subsere, que manteve os maiores porcentuais de folhas durante o período estudado.The present study was accomplished in forty permanent plots belonging to three forest successional stages, denominated: Brush Forest, Secondary Forest and Mature Forest, in a seasonal deciduous forest in the municipal district of Santa Tereza, RS, Brazil. Phenologic observations were accomplished fortnightly for 53 arboreal species, in an average of 8,4 individuals per species, during the period of November 2001 to November 2002. The stages observed were flowering, fruiting and foliage change. The results indicate that the reproductive activity remained relatively low for three successional stages during the observed period, with a tendency to be even lower during winter. The total amount of leaves on the trees, regardless of the successional stage, decreased from approximately 85%, in the period of higher vegetative activity, to 35% in the winter, resting season. The Mature Forest maintained the largest percentage

  9. Macrofauna edáfica em estádios sucessionais de Floresta Estacional Semidecidual e pastagem mista em Pinheiral (RJ: Rio de Janeiro State Soil macrofauna in three succession stages of a seasonal semidecidous forest and a mixed pasture in Pinheiral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Gabriel Menezes

    2009-12-01

    Full Text Available Entre os diferentes tipos de organismos da macrofauna do solo, distribuídos em diversos tipos de habitats, com variados hábitos alimentares e ciclos de vida, alguns são capazes de responder rapidamente às alterações ambientais e, por isso, considerados bons indicadores do funcionamento dos ecossistemas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito dos seguintes estádios sucessionais de Floresta Estacional Semidecidual Submontana do domínio ecológico da Mata Atlântica: floresta secundária estádio inicial (FSEI, floresta secundária estádio médio (FSEM, floresta secundária estádio avançado (FSEA e uma área de pasto misto manejado (PMM sobre a densidade, diversidade e composição da comunidade da macrofauna edáfica em duas épocas do ano, no município de Pinheiral (RJ. Para amostragem da macrofauna, foram retiradas oito amostras da serapilheira e da camada superficial (0-10 cm do solo pelo método recomendado pelo programa Tropical Soil Biology and Fertility (TSBF, com adaptações. Predominaram Isoptera, Formicidae e Oligochaeta em FSEI, FSEM e FSEA e Formicidae e Oligochaeta em PMM. Não houve diferença significativa na densidade da macrofauna edáfica entre as áreas. Os maiores valores dos estimadores de diversidade utilizados (equabilidade de Pielou, riqueza total e média foram encontrados em FSEA. Os valores de riqueza total mostraram aumento gradual de acordo com o estádio de sucessão, desde PMM até FSEI. Constatou-se maior número de indivíduos no solo do que na serapilheira em todas as áreas de floresta, nas duas épocas. Pela análise de componentes principais (ACP realizada para os períodos seco e chuvoso, foi possível identificar maiores diferenças na composição das comunidades entre os estádios sucessionais para o período chuvoso. Nesta época, os estádios FSEM e FSEA estiveram associados a uma maior diversidade de invertebrados saprófagos e predadores do que PMM e FSEI, demonstrando

  10. Variabilidade genética de Eugenia uniflora L. em remanescentes florestais em diferentes estádios sucessionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Valmorbida Aguiar

    2013-04-01

    Full Text Available A compreensão da diversidade genética fornece elementos básicos sobre a dinâmica e funcionamento de populações, auxiliando na conservação e uso sustentável das espécies. Supõe-se que populações sucessionais precoces poderiam ser geneticamente mais diferenciadas do que populações sucessionais mais tardias. Visando testar esta hipótese, o presente trabalho teve como objetivo analisar a variabilidade genética de populações de Eugenia uniflora L. em manchas florestais em diferentes estádios sucessionais. Foram selecionadas duas áreas em diferentes estádios de sucessão, sendo a primeira em estádio inicial e a segunda em estádio avançado. A área de estudo apresenta um remanescente florestal em transição de Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional Semidecídua. Por meio da técnica de RAPD (Random Amplified Polymorphic DNA e análise multivariada, a diversidade gênica esperada e a porcentagem de loci polimórficos foram estimadas, além da similaridade genética entre as populações de cada mancha florestal e a diversidade de cada área por meio do índice de diversidade de Simpson. Os resultados indicaram 79% de loci polimórficos para a área em estádio avançado e 70% para a área em estádio inicial de sucessão. A similaridade genética entre pares de indivíduos variou entre 0,55 e 0,86 na área em estádio inicial de sucessão e entre 0,45 e 0,78 para a área em estádio avançado. Não houve diferenças significativas entre a diversidade das duas áreas (P = 89. Um escalonamento multidimensional não-métrico indicou menor distância genética entre os indivíduos da área em estádio inicial. Da mesma forma, uma análise de similaridade - ANOSIM indicou separação entre os indivíduos das duas áreas.

  11. Análise florística e estrutural de uma floresta em diferentes estágios sucessionais no município de Castanhal, Pará Floristic composition and structure of a forest in different successional stages in Castanhal, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta de Fátima Rodrigues Coelho

    2003-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estudar a sucessão florestal pela análise florística e estrutural de floresta em três estágios sucessionais (4, 8 e 12 anos, localizadas no município de Castanhal-PA. Consideraram-se duas classes de DAP: Classe I (DAP>1cm e classe II (DAPThe objective of this study is to understand secondary forest succession through florisitc and structural analysis of a forest in three successional stages (4, 8 and 12 years located in Castanhal in the state of Pará. This study considers wood species divided into two DBH classes: class I (DBH>1cm and class II (DBH<1cm. Class I individuals were measured in twelve 10m x 10m plots in the 12-year-old successional forest, and in four 10 x 10 m plots in the 4 and 8-year-old secondary forest stands. Class II individuals were measured in 48 subplots of 1m x 1m in the 12-year-old forest stand, and in 16 subplots in the 4 and 8-year-old forest stands. In Class I, 18, 30 and 73 species were identified; and were found 12, 18 and 21 individuals/ha in the 4, 8 and 12-year-old forests, respectively. In class II, 17, 21 and 62 species were identified; and were found 50, 26 and 47 individuals/m² in the 4, 8 and 12-year-old forests, respectively. For class I, Lacistema pubescens, Vismia guianensis and Myrcia sylvatica demonstrated the greatest abundance and relative dominance. In class II, Lacistema pubescens, Vismia guianensis, Miconia ciliata, Myrcia bracteata and Banara guianensis also displayed an elevated number of individuals. Myrcia sylvatica presented the greatest abundance in the three successional stages. Similarity among plots was approximately 60% for class I and 42% for class II. The results showed the forest with three stages of successional development: initiation phase (4 years, exclusion phase (8 years, and the beginning of the understory reinitiation phase (12 years.

  12. ASPECTOS DA COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA E CATEGORIAS SUCESSIONAIS DO ESTRATO ARBÓREO DE TRÊS SUBSERES DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, NO MUNICÍPIO DE SANTA TEREZA, RS(1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandro Vaccaro

    1999-06-01

    Full Text Available No presente trabalho foi efetuada a análise da composição florística e das categorias sucessionais do estrato arbóreo de três subseres denominadas Capoeirão, Floresta Secundária e Floresta Madura, de uma Floresta Estacional Decidual, no município de Santa Tereza, região Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Utilizou-se o método de amostragem de área fixa, processo de amostragem estratificada e distribuição sistemática das unidades amostrais. O diâmetro mínimo considerado foi de 3,2 cm. Observou-se que, no transcurso da sucessão florestal, existe uma hierarquia de substituição e importância de famílias botânicas e de grupos de espécies de categorias sucessionais distintas, de maneira a predominarem espécies intolerantes à sombra nas etapas iniciais, e tolerantes à sombra nas mais evoluídas.

  13. Aspectos da composição florística e categorias sucessionais do estrato arbóreo de três subseres de uma Floresta Estacional Decidual, no município de Santa Tereza (RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandro Vaccaro

    2009-09-01

    Full Text Available Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 No presente trabalho foi efetuada a análise da composição florística e das categorias sucessionais do estrato arbóreo de três subseres denominadas Capoeirão, Floresta Secundária e Floresta Madura, de uma Floresta Estacional Decidual, no município de Santa Tereza, região Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Utilizou-se o método de amostragem de área fixa, processo de amostragem estratificada e distribuição sistemática das unidades amostrais. O diâmetro mínimo considerado foi de 3,2 cm. Observou-se que, no transcurso da sucessão florestal, existe uma hierarquia de substituição e importância de famílias botânicas e de grupos de espécies de categorias sucessionais distintas, de maneira a predominarem espécies intolerantes à sombra nas etapas iniciais, e tolerantes à sombra nas mais evoluídas.

  14. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lopes Machado Deivid

    2010-03-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.

  15. Síndromes de dispersão de sementes em estágios sucessionais de mata ciliar, no extremo sul da Mata Atlântica, Arroio do Padre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Schuch Venzke

    2014-06-01

    Full Text Available A síndrome de dispersão de sementes está relacionada à migração das espécies e colonização de novos locais adequados para sobrevivência e reprodução. Foram estudados três estágios sucessionais de mata ciliar no domínio da Mata Atlântica (capoeira = cinco anos de regeneração; secundária = 45 anos de regeneração; e floresta madura = sem intervenção há 35 anos. As espécies foram classificadas nas síndromes de zoocoria, anemocoria e autocoria. A zoocoria predominou nos três estágios da sucessão da mata ciliar, com percentuais variáveis de 82% até 93% das espécies e 47% até 92% dos indivíduos. A segunda síndrome de dispersão mais comum foi a anemocoria, prevalecendo com elevada abundância relativa na capoeira (25% dos indivíduos. A autocoria ocorreu no sub-bosque da floresta madura com indivíduos da espécie Gymnanthes concolor. Aparticipação da zoocoria nos três estágios da sucessão demonstra que a relação planta-animal tem elevada importância para a sucessão florestal em ambiente ciliar na região do extremo sul da Mata Atlântica.

  16. Estrutura do componente arbustivo-arbóreo de dois estádios sucessionais de floresta estacional semidecidual na Reserva Florestal Mata do Paraíso, Viçosa, MG, Brasil Structure of the tree-shrub component in two successional stages of semideciduous forest in the Mata do Paraíso Forest Reserve, Viçosa, MG, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Isabel do Carmo Pinto

    2007-10-01

    Full Text Available Realizou-se o estudo das variações estruturais do componente arbustivo- arbóreo em dois estádios sucessionais - inicial e madura - de Floresta Estacional Semidecidual, na Reserva Florestal Mata do Paraíso, em Viçosa, MG, Brasil. A Reserva Florestal está situada nas coordenadas 20º45'S e 42º55'W e a uma altitude média de 689 m. O clima da região é classificado como Cwb pelo sistema de Köppen. As espécies arbustivo-arbóreas foram amostradas dentro de 20 parcelas de 10 x 30 m, sendo 10 parcelas em cada estádio sucessional, sendo considerados apenas os indivíduos com diâmetro a 1,30 m do solo (DAP > 4,8 cm. Na floresta inicial foram amostrados 399 indivíduos, distribuídos em 27 famílias e 55 espécies. As espécies com maior valor de importância (VI foram Piptadenia gonoacantha, Vernonanthura diffusa, Miconia cinnamomifolia, Piptocarpha macropoda e Luehea grandiflora. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,31 nat.ind.-1 e a equabilidade de Pielou (J', igual a 0,83. No estádio floresta madura foram amostrados 623 indivíduos, distribuídos em 31 famílias e 78 espécies. As espécies com maior valor de importância (VI foram Euterpe edulis, Piptadenia gonoacantha, Nectandra lanceolata, Myrcia sphaerocarpa e Guapira opposita. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,46 nat.ind.-1 e a equabilidade de Pielou (J', igual a 0,79. As distribuições diamétricas das quatro espécies mais abundantes em cada estádio sucessional apresentaram padrões distintos, aparentemente relacionados ao estádio sucessional.The study of the floristic and structural variations of the tree-shrub component was carried out in two successional stages of Semideciduous Forest, initial and mature, located in the Mata do Paraíso Forest Reserve, in Viçosa, Minas Gerais State, Brazil. The Forest Reserve is located at 20º45'S and 42º55'W, with average altitude of 689 m. The regional climate is classified as Cwb by the Köppen system

  17. Técnicas nucleadoras na restauração de floresta ribeirinha em área de Floresta Ombrófila Mista, Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deisy Regina Tres

    2009-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n4p59 Em função de sua significativa importância no histórico de ocupação da região Sul do Brasil, a Floresta Ombrófila Mista, especialmente no Planalto Norte Catarinense, foi alvo de intenso processo de extrativismo, substituição da cobertura vegetal original por áreas agrícolas e pastagens. Atualmente sofre outro grande impacto que são os reflorestamentos homogêneos com espécies do gênero Pinus. O quadro atual caracteriza-se pela necessidade da restauração da conectividade local da paisagem, no sentido de restaurar as áreas ribeirinhas degradadas, buscando refazer níveis de conectividade entre os fragmentos e as áreas a restaurar. Este estudo investigou o papel do banco e da chuva de sementes de fragmentos ribeirinhos conservados adjacentes às áreas degradadas e a eficácia de técnicas nucleadoras na restauração das áreas ribeirinhas degradadas em fazendas produtoras de Pinus taeda L. Foram coletadas amostras do banco e da chuva de sementes de fragmentos conservados e implantadas técnicas de transposição de solo e poleiros artificiais nas áreas abertas degradadas. As áreas ribeirinhas mostraram potencial para dar início ao processo sucessional secundário, permitindo a formação de fases sucessionais iniciais. O uso de técnicas nucleadoras mostrou a possibilidade de acelerar o processo sucessional e indicaram a importância de estabelecer pontos de ligação entre áreas abertas e fragmentos conservados.

  18. Nutrientes foliares de espécies arbóreas de três estádios sucessionais de floresta ombrófila densa no sul do Brasil Leaf nutrient content of tree species from three successional stages of tropical rain forest in south Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Regina Torres Boeger

    2005-03-01

    Full Text Available As concentrações de macro e micronutrientes foliares de espécies arbóreas foram avaliadas em três estádios sucessionais (inicial, intermediário e avançado de uma floresta ombrófila densa das terras baixas, no litoral do Estado do Paraná, crescendo sobre solo arenoso e oligotrófico. Dentre as espécies arbóreas mais importantes de cada estádio sucessional (quatro iniciais; oito intermediárias; 11 avançadas, coletou-se folhas maduras de cinco diferentes indivíduos de cada estádio sucessional para a análise química dos seguintes elementos: N, P, K, Ca, Mg, C, Zn, Fe, Cu e Mn. As espécies do estádio inicial possuem as menores concentrações médias foliares de N, P, K, Zn, Fe e a maior concentração de Mg e estas concentrações são estatisticamente diferentes (p 25:1, apesar da tendência de diminuir à medida que avança a sucessão. O aumento da concentração da maioria dos nutrientes foliares analisados ao longo do gradiente sucessional está associado, possivelmente, com o incremento do acúmulo da serapilheira sobre o solo, o que proporciona ciclagem de nutrientes mais intensa e maiores concentrações de nutrientes no solo.We investigated the leaf nutrient content of trees species from three distinct successional stages (early, intermediate, late of a lowland rain forest located near the coast of Paraná State, Brazil. This forest grows on sandy soil with low nutrient content. We collected mature leaves from five different individuals of each sucessional stages of the most important tree species of each successional stage (four of the early; eight of the intermediate and 11 of the late stages for chemical analysis of following elements: N, P, K, Ca, Mg, C, Zn, Fe, Cu e Mn. The species from early sucessional stage have lower contents of N, P, K, Zn, Fe, and higher contents of Mg. These concentrations are statistically different (p 25:1, despite of the tendency to decrease as succession advances. The increment of

  19. Quantificação da biomassa em uma Floresta Estacional Decidual em Itaara, RS, Brasil.

    OpenAIRE

    Hamilton Luiz Munari Vogel; Mauro Valdir Schumacher; Peter Trüby

    2010-01-01

    O presente trabalho foi realizado no município de Itaara, RS, Brasil, em uma Floresta Estacional Decidual secundária com 70 anos aproximadamente. O estudo teve como principal objetivo quantificar a biomassa acima do solo na floresta. Para tanto, foram abatidas vinte árvores distribuídas em cinco classes de diâmetros. As árvores abatidas foram separadas nas frações, madeira do fuste, casca do fuste, galhos e folhas. Em cada fração, foram retiradas amostras para determinação da umidade, determi...

  20. ASPECTOS DA VARIAÇÃO AMBIENTAL EM UMA FLORESTA DE GALERIA EM ITUTINGA, MG, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavio Antonio Maës dos Santos

    2003-09-01

    Full Text Available Foi caracterizada a heterogeneidade ambiental em uma área de floresta de galeria (7,55 ha, em Itutinga, MG, Brasil, pelas variações das propriedades químicas e físicas do solo, da topografia e da abertura de dossel. As propriedades do solo e a topografia foram estudadas em 28 parcelas de 10 x 30 m utilizadas em um levantamento da comunidade arbóreo-arbustiva da área. Para a abertura do dossel utilizaram-se duas transecções de 50 m de largura, compostas por parcelas contíguas de 10 x 10 m, cruzando a floresta de lado a lado, perpendicularmente ao curso d’água. Fotos hemisféricas foram tomadas sobre estacas alternadas das extremidades das parcelas. Os dados de solo e topografia foram analisados por meio de uma PCA (Análise dos Componentes Principais e a abertura do dossel mediante gráficos de tendência e regressão linear. A variação mais importante em termos de solos e abertura do dossel se deu no sentido do distanciamento da borda da floresta e aproximação do curso d’água. Nesse sentido, a abertura do dossel diminuiu (b = -0,096; R2 = 0,34 e a umidade e acidez do solo aumentaram (Eixo 1 do PCA, autovalor = 9,713. Os maiores valores da abertura do dossel próximo à borda foram explicados pela entrada de luz lateral através da borda da floresta com o campo limpo circundante.

  1. Quantificação da biomassa em uma Floresta Estacional Decidual em Itaara, RS, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Luiz Munari Vogel

    2010-08-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado no município de Itaara, RS, Brasil, em uma Floresta Estacional Decidual secundária com 70 anos aproximadamente. O estudo teve como principal objetivo quantificar a biomassa acima do solo na floresta. Para tanto, foram abatidas vinte árvores distribuídas em cinco classes de diâmetros. As árvores abatidas foram separadas nas frações, madeira do fuste, casca do fuste, galhos e folhas. Em cada fração, foram retiradas amostras para determinação da umidade, determinado o peso seco de cada componente. A estimativa da biomassa foi obtida pelo uso da equação log y = b0 + b1 . log DAP. A produção total estimada de biomassa acima do solo foi de 210,0 Mg ha-1. Nessa estimativa, os galhos corresponderam a 48,8%, a madeira do fuste 43,3%, a casca do fuste 5,4%, e as folhas 2,4%.

  2. QUANTIFICAÇÃO DA BIOMASSA EM UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL EM ITAARA, RS, BRASIL1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Luiz Munari Vogel

    2006-08-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado no município de Itaara, RS, Brasil, em uma Floresta Estacional Decidual secundária com 70 anos aproximadamente. O estudo teve como principal objetivo quantificar a biomassa acima do solo na floresta. Para tanto, foram abatidas vinte árvores distribuídas em cinco classes de diâmetros. As árvores abatidas foram separadas nas frações, madeira do fuste, casca do fuste, galhos e folhas. Em cada fração, foram retiradas amostras para determinação da umidade, determinado o peso seco de cada componente. A estimativa da biomassa foi obtida pelo uso da equação log y = b0 + b1 . log DAP. A produção total estimada de biomassa acima do solo foi de 210,0 Mg ha-1. Nessa estimativa, os galhos corresponderam a 48,8%, a madeira do fuste 43,3%, a casca do fuste 5,4%, e as folhas 2,4%.

  3. APORTE E DECOMPOSIÇÃO DA SERAPILHEIRA E PRODUÇÃO DE BIOMASSA RADICULAR EM FLORESTAS COM DIFERENTES ESTÁGIOS SUCESSIONAIS EM PINHEIRAL, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Gabriel Menezes

    2010-01-01

    Full Text Available The aim of this study was to evaluate litter input and decomposition and root biomass of three forest fragments at different successional stages (advanced, medium and initial in Pinheiral Municipality, in the state of RJ, Brazil. To evaluate litter input, 10 conic collectors were installed in each fragment. The root biomass was quantified by monolith method in two periods (wet and dry at depths of 0-10, 10-20 and 20- 30 cm, and 10 samples were collected in each area. To evaluate the decomposition rate in each area, 12 litter bags were distributed. No significant differences were observed for litter input between the areas, but there was a tendency to increase litter input with successional evolution. No significant differences were observed for seasonal litter input between areas during the year, but there was a small increase in the months of July and August. At the advanced stage, litter input could be grouped into two periods: February to July, with lower values; and August to January, with higher values. The leaf fractions and reproductive material input were reduced, while branch and other fractions increased with succession. For litter decomposition, the intermediate stage showed the lowest decomposition constant (k (0.0038 g g -1day-1 and the highest half life time (182 days , followed by the initial (0044 g g -1day-1 and 154 days and advanced (0.0064 g g -1day-1 and 108 days stages. The root biomass in different areas and depths for both two periods studied showed higher values in the advanced stage, followed by the intermediate stage and the lowest values were found in the initial stage. The seasonal root biomass difference occurred mainly in the intermediate stage, with higher values in June.

  4. Microclima e Conforto Térmico de um Fragmento de Floresta Urbana em Curitiba, PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angeline Martini

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi comparar o microclima e conforto térmico proporcionado por um fragmento de floresta urbana existente no Campus III da UFPR com outros ambientes gramado, estacionamento e bosque de pinus. Para isso foram coletados dados meteorológicos nas quatro estações do ano. Os resultados encontrados mostram que os demais ambientes estudados são estatisticamente distintos do fragmento de floresta urbana, pois apresentaram maiores valores de temperatura do ar (3,5 °C em média e menores valores de umidade relativa (em média 16%. O bosque de pinus apresentou a mesma classe de conforto térmico que o fragmento de floresta urbana em todas as estações, predominando a classe “sem estresse”. Os resultados demonstram a importância da cobertura arbórea, pois tanto o fragmento florestal como o bosque de pinus apresentam microclimas mais agradável e confortável termicamente do que os ambientes gramado e estacionamento.

  5. Quantification of litter and nutrients on an Atlantic Rain Forest/ Quantificação de serapilheira e de nutrientes em uma Floresta Ombrófila Densa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaelo Balbinot

    2008-08-01

    Full Text Available No matter what kind of forest it is, the litter production represents the first stage of nutrients and energy transfer from the vegetation to the soil, because most of the nutrients absorbed by the plants comes back to the forest ground through the fall of the litter or leaves wash. The aim of this study was to quantify the production of accumulated litter and nutrient contents on three successional stages of Atlantic Rain Forest, Blumenau/SC - Brazil. For the collections of the accumulated litter five rectangular samples units (SU of 10 m x 20 m were used in each successional stage, in a total of 15 SUs. In each SU the collections of material in an aleatory way was made with the aid of a metal frame of 0.25 m x 0.25 m, with five replications per SU every 30 days (75 samples/month, that is to say, 25 samples/successional stage. The average production of accumulated litter in twenty two months in the collected data was, in a decreasing order, stage III (5.28 Mg ha-1 > stage II (5.02 Mg ha-1 > stage I (4.47 Mg ha-1. The total macronutrient contents on accumulated litter of successional stages I and II, in decreasing order were: N > Ca > Mg > K > S > P, and on stage III: N > Ca > Mg > S > K > P. The forest presented total content of micronutrients on accumulated litter of three successional stages in the following decreasing order: Fe > Mn > Zn > B > Cu. For the total organic carbon content on accumulated litter, the sequence was: stage II (1.65 Mg ha-1 > stage III (1.50 Mg ha-1 > stage I (1.47 Mg ha-1.Seja qual for o tipo de floresta, a produção de serapilheira representa o primeiro estágio de transferência de nutrientes e energia da vegetação para o solo, pois a maior parte dos nutrientes absorvidos pelas plantas retorna ao piso florestal através da queda de serapilheira ou lavagem foliar. O objetivo desse estudo foi quantificar a produção de serapilheira acumulada e o conteúdo de nutrientes em três estádios sucessionais da Floresta

  6. EFEITO DE BORDA EM REMANESCENTES DE FLORESTA ATLÂNTICA NA BACIA DO RIO TAPACURÁ, PERNAMBUCO

    OpenAIRE

    Oliveira,Lamartine Soares Cardoso de; Marangon,Luiz Carlos; Feliciano,Ana Lícia Patriota; Lima,Aldení Silva de; Cardoso,Mércia Soares de Oliveira; Santos,Wedson Batista dos

    2015-01-01

    Neste trabalho objetivou-se avaliar o efeito de borda sobre o componente arbóreo em dois fragmentos de Floresta Atlântica na Bacia do Rio Tapacurá-PE. Para amostragemdo componente adulto, foram plotadas 15 parcelas de 10 x 25 m e subparcelas de 1 x 25 m para a regeneração. As parcelas foram dispostas em três ambientes, cada uma com cinco unidades amostrais, conforme distância da borda. As comparações entre os ambientes foram realizadas por meio da composição de espécies, Diagrama de Venn e an...

  7. ESTIMATIVAS DE ÁREA BASAL E USO DO RELASCÓPIO DE BITTERLICH EM AMOSTRAGEM DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL

    OpenAIRE

    Anderson C. Sevilha; José Alves da Silva; Aldicir Scariot; André R. Terra Nascimento

    2004-01-01

    A Floresta Estacional Decidual da região nordeste de Goiás é um tipo de vegetação florestal do grande bioma Cerrado, que pode ocorrer em áreas de afloramento de calcário e, geralmente, apresenta maior biomassa de espécies arbóreas que a vegetação de cerrado adjacente. Este estudo foi desenvolvido em uma área de floresta intacta (Fazenda Flor Ermo) e em quatro áreas de floresta perturbada (Fazendas Formosa, Traçadal, Manguinha e Conçeição Mocambo). O objetivo foi estimar a área basal e a inten...

  8. Banco de sementes do solo e serapilheira acumulada em floresta restaurada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aurino Miranda Neto

    2014-08-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo avaliar o banco de sementes do solo e a serapilheira acumulada em uma floresta restaurada por meio de plantio, com 40 anos, em Viçosa, MG. Foram alocadas 16 parcelas contíguas de 25 x 25 m, cobrindo toda a área da floresta (1 ha. Em cada parcela, foram coletadas cinco amostras de solo superficial (0,30 x 0,30 x 0,05 m para avaliação do banco de sementes pelo método de germinação e uma amostra de 1,0 m² de serapilheira para avaliação da serapilheira acumulada. Foi realizada a classificação dos indivíduos e espécies de plântulas registrados do banco de sementes quanto à categoria sucessional, síndrome de dispersão e hábito de vida. Foram registradas 5.555 plântulas pertencentes a 32 famílias e 93 espécies e um morfotipo que reuniu todas as trepadeiras. Registrou-se o predomínio de síndrome de dispersão zoocórica e, quanto ao hábito de vida, maior percentual de ervas, em nível de espécie (48,6% e de indivíduo (44,8%. Entre as espécies arbustiva-arbóreas, observou-se maior percentual da categoria sucessional pioneira, em nível de espécie (75,1% e de indivíduo (85,1%. A serapilheira média acumulada foi de 3.432 kg ha-1, com a fração foliar representando 65% e correlação significativa com a área basal (p = 0,031; R² = 0,29 do estrato arbóreo. Os resultados indicam que o banco de sementes do solo da floresta restaurada, após 40 anos de sua implantação se assemelha, quanto as relações ecológicas, às áreas de floresta estacional semidecidual na mesma região e a outras áreas restauradas que também foram utilizados plantio de mudas.

  9. ORIGEM DOS COMPOSTOS HIDROFÓBICOS E SEUS EFEITOS EM FLORESTAS DE Pinus E Eucalyptus

    OpenAIRE

    Vogelmann, Eduardo Saldanha; Prevedello, Juliana; Reichert, José Miguel

    2015-01-01

    A hidrofobicidade pode ser entendida como a repelência do solo à água, dificultando o seu molhamento. Esse fenômeno está associado ao recobrimento das partículas do solo por substâncias orgânicas hidrofóbicas, sendo que atualmente existem inúmeros relatos de repelência à água em áreas de florestas de Eucalyptus e Pinus. Assim, este trabalho teve por objetivo revisar e elencar os aspectos relacionados à origem dos compostos hidrofóbicos e os seus efeitos na dinâmica da água no ambiente florest...

  10. Precipitação efetiva em diferentes formações florestais na floresta nacional de ipanema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Tonello

    2014-04-01

    Full Text Available O presente trabalho foi conduzido na Floresta Nacional de Ipanema, unidade de conservação de uso sustentável localizada no município de Iperó-SP, com o objetivo de quantificar e comparar as frações de precipitação efetiva e interceptação da chuva em três povoamentos florestais distintos, sendo eles: Eucalyptus cloeziana, Pinus caribea var. hondurensis e Floresta Estacional Semidecidual. Para tanto, realizou-se o monitoramento das variáveis precipitação interna, escoamento pelo tronco, interceptação e precipitação em aberto em cada formação florestal, ao longo do período de novembro de 2009 à maio de 2010. O estudo revelou a precipitação efetiva de 86,2%, 85,0% e 77,2%; interceptação de 13,8%, 15,0% e 22,8% em relação à precipitação em aberto em Eucalyptus cloeziana, Pinus caribea var. hondurensis e Floresta Estacional Semidecidual, respectivamente. A influência dos povoamentos na distribuição da chuva apresentou diferença significativa somente para o processo de interceptação entre Floresta Estacional Semidecidual e os demais.

  11. ESTIMATIVAS DE ÁREA BASAL E USO DO RELASCÓPIO DE BITTERLICH EM AMOSTRAGEM DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anderson C. Sevilha

    2004-10-01

    Full Text Available A Floresta Estacional Decidual da região nordeste de Goiás é um tipo de vegetação florestal do grande bioma Cerrado, que pode ocorrer em áreas de afloramento de calcário e, geralmente, apresenta maior biomassa de espécies arbóreas que a vegetação de cerrado adjacente. Este estudo foi desenvolvido em uma área de floresta intacta (Fazenda Flor Ermo e em quatro áreas de floresta perturbada (Fazendas Formosa, Traçadal, Manguinha e Conçeição Mocambo. O objetivo foi estimar a área basal e a intensidade amostral utilizando o relascópio de Bitterlich em florestas deciduais. A área basal foi de 29,3 m²/ha na floresta intacta e de 23 a 24 m²/ha nas perturbadas. As florestas com perturbação acentuada apresentaram curvas de distribuição do desvio padrão dos pontos de amostragem com pequena variação comparada com a curvas das áreas com baixo nível de perturbação. Para um limite de confiança de 95 % de probabilidade de confiança para a estimativa da média, 20 unidades amostrais com o relascópio podem ser suficientes para amostrar satisfatoriamente a área basal nesse tipo de vegetação.

  12. O manejo tradicional de roça itinerante em florestas secundárias

    OpenAIRE

    Vicente, Nicole Rodrigues

    2014-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais, Florianópolis, 2014. As florestas tropicais são ecossistemas dinâmicos que provém recursos de fundamental importância para a sociedade. No entanto sua exploração intensiva e sua conversão em diversos usos da terra têm promovido perda de sua biodiversidade e funcionalidade. Unidades de Conservação Integral não são a única estratégia para conservaç...

  13. Banco de sementes em áreas contíguas de pastagem degradada, plantio de eucalipto e floresta natural, em Paula Cândido - MG

    OpenAIRE

    Costalonga, Sumami Rebonato

    2006-01-01

    O presente estudo foi desenvolvido em Paula Cândido, MG e teve por objetivo caracterizar quantitativa e qualitativamente o banco de sementes do solo sob diferentes coberturas vegetais: pastagem, plantio de eucalipto, com nove anos de idade, e fragmento de Floresta Estacional Semidecidual. Numa primeira etapa do estudo foi feita a análise do banco de sementes em dois conjuntos de cobertura vegetal, ambos constituídos de floresta nativa no terço superior e topo e plantio de eucalipto na meia en...

  14. Estoque e crescimento em volume, biomassa, carbono e dióxido de carbono em Floresta Estacional Semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Agostinho Lopes de Souza

    2011-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estimar o estoque e o crescimento em volume (V, biomassa (B, carbono (C e dióxido de carbono (CO2 em Floresta Estacional Semidecidual no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Foram utilizados dados de inventários do estrato arbóreo (DAP > 5,0 cm, cujas parcelas permanentes foram medidas em 2002 e 2007, em estágios médio (Mata 1 e avançado (Mata 2 de regeneração da vegetação secundária. Com base no inventário de 2002, foram selecionadas espécies que apresentavam maiores percentuais em volume e no mínimo cinco indivíduos para determinar as densidades básicas da madeira e da casca. A média da densidade básica da madeira foi de 0,65 g.cm-3 e da casca, igual a 0,49 g.cm-3. Os estoques e os crescimentos em V, B, C e CO2 foram estimados nos dois estágios, Mata 1 e Mata 2. Pelo fato de as matas se encontrarem em estágios médio e avançado de regeneração, respectivamente, elas apresentavam estruturas, estoques e crescimentos distintos.

  15. Estrutura de uma floresta brejosa em substrato turfoso, Sul de Santa Catarina, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Martins

    2013-04-01

    Full Text Available Objetivou-se descrever a diversidade e a estrutura do componente lenhoso de uma floresta brejosa em substrato turfoso no sul do Estado de Santa Catarina, correlacionando dados florísticos com variáveis ambientais. Indivíduos com DAP ≥ 5 cm foram amostrados em 100 parcelas de 10 x 10 m em um quadrado permanente de 1 ha. As variáveis ambientais foram classificadas em topográficas, químicas e texturais do solo e de luminosidade. Correlações espécie-ambiente foram obtidas por Análise de Correspondência Canônica (CCA. Comparações florísticas foram realizadas por análise de agrupamento (UPGMA e análise de correspondência. A diversidade específica foi considerada baixa, pois foram amostradas apenas 26 espécies. A CCA evidenciou que as variáveis ambientais mensuradas possuem pouca influência na distribuição das espécies, ressaltando assim sua adaptação ao ambiente anóxico, fortemente limitante. Dados de similaridade demonstraram que o substrato turfoso age como um filtro ambiental adicional, além do estresse hídrico, na composição de espécies nas formações turfosas/brejosas.

  16. Biomassa e macronutrientes de uma floresta estacional decidual em Itaara-RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Luiz Munari Vogel

    2013-02-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado no Município de Itaara-RS, Brasil, em uma Floresta Estacional Decidual secundária. Teve como objetivo quantificar os nutrientes na biomassa acima do solo, de essências florestais. Foram abatidas 20 árvores, distribuídas em cinco classes de diâmetros (3,2-13,5 cm; 13,6-23,9 cm; 24,0-33,6 cm; 33,7-44,6 cm; e 44,7-55,0 cm. A parte aérea foi fracionada em madeira do fuste, casca do fuste, galhos e folhas. Nas amostras da biomassa foram determinados os teores de N, P, K, Ca, Mg e S. O estoque de nutrientes na biomassa de cada componente foi obtido com base na biomassa seca estimada, multiplicada pelo teor de nutrientes. O rendimento total de biomassa foi estimado em 210,0 Mg ha-1. Para esse rendimento, as contribuições percentuais dos galhos, madeira do fuste, casca do fuste e folhas foram de 48,8; 43,3; 5,4; e 2,4, respectivamente. As folhas foram o componente com os maiores teores de N, P, K, Mg e S, enquanto no componente casca se observou o maior teor de Ca. A madeira do fuste foi o componente que apresentou os menores teores de nutrientes em sua biomassa. De modo geral, o Ca, N e o K foram os nutrientes com maiores estoques na biomassa acima do solo. Nos galhos, devido à maior biomassa, foram verificados os maiores estoques de nutrientes, seguidos pela madeira do fuste.

  17. POTENCIAL E DIVERSIDADE BIOLÓGICA DA FLORESTA NACIONAL DO IBURA, EM SERGIPE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Vasconcelos

    2013-12-01

    Full Text Available A preservação e conservação da biodiversidade exigem, além da criação de mecanismos legais de gestão coletiva e participativa, ações do poder público, a exemplo da criação de Unidades de Conservação. No Brasil, são notórios o aumento de Unidades de Conservação e a extensão de áreas protegidas nas últimas décadas, nos três níveis de governo. Em Sergipe, observa-se um processo de regularização dos espaços protegidos com o intuito de proteger áreas de relevância ambiental e/ou cultural-histórica nos diversos ecossistemas do estado, apesar de ter o menor percentual de áreas de proteção integral. Há entraves na criação e legalidade dessas áreas de proteção, que, por diversas vezes, deparam-se com setores da sociedade que não compreendem a importância da criação desses espaços e têm a concepção de que desenvolvimento e conservação são opostos e que não podem ser conciliados por meio de ferramentas de planejamento e gestão ambiental, além dos mecanismos coletivos e burocráticos, inclusive para atender à legislação. Nesta perspectiva pretende-se elucidar e contextualizar as Unidades de Conservação em Sergipe, dando ênfase ao estudo da Floresta Nacional do Ibura, com seus recursos, potencialidades e histórico. O presente texto provém de estudos realizados na FLONA nos quais busca-se identificar, resgatar, investigar e elucidar seus diversos potenciais, com caráter bibliográfico/documental e observacional. Apesar de o Brasil dispor de legislação específica para tratar de seus recursos naturais, é frequente a exploração de forma inadequada, a exemplo dos recursos florestais, ocasionando diversos impactos negativos ao meio ambiente. Em Sergipe, grande parte da vegetação nativa foi desmatada para atender às necessidades socioeconômicas, restando poucos remanescentes que geralmente se encontram em áreas protegidas. Destarte, este texto também visa apresentar, de forma sucinta, as

  18. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil Edaphic fauna composition in two forest areas in Santa Maria do Jetibá-ES, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geângelo Petene Calvi

    2010-01-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.The vegetal fragments size, structure and diversity have direct influence on the litter decomposition rate of decomposition, by inducing a soil biota specific community. This study was carried out to characterize the soil fauna in forest Atlantic areas with different successional stages in two different seasons (summer and winter in Santa Maria de Jetibá, ES, Brazil. Were used two areas with different vegetation types in relation to successional stage, defi ned as: Secondary Forest "Old" (SFO and Secondary Forest (FS. To edaphic fauna collect, were used "pit fall" traps where in

  19. DINÂMICA NUTRICIONAL EM FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL COM ENFASE AOS MINERAIS PROVENIENTES DA DEPOSIÇÃO DA SERAPILHEIRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delmar Antônio Bressan

    1993-12-01

    Full Text Available A produção anual de serapilheira, o conteúdo de N, P, K, Ca e Mg, a taxa de decomposição da serapilheira e a eficiência de utilização de nutrientes, foram estudadas numa floresta estacional decidual, situada nas encostas da Serra Geral em Santa Maria, Rio Grande do Sul. A produção anual de serapilheira foi de 7,76 t/ha, com a fração folhas representando aproximadamente 66% da produção total. A estação de maior deposição de serapilheira e nutrientes foi a primavera. Foram depositados anualmente no solo florestal 206 Kg/ha de nitrogênio, 11,2 Kg/ha de fósforo, 37,8 Kg/ha de potássio, 269,2 Kg/ha de cálcio e 29,9 kg/ha de magnésio. A quantidade média de manta acumulada sobre o solo totalizou 6,7 t/ha, a estimativa da taxa instantânea de decomposição (K foi de 1,16 e o tempo necessário para decomposição de 50% da serapilheira produzida, foi estimado em torno de 7 meses. A eficiência da utilização de nutrientes dada pela relação biomassa/nutriente para os elementos N, P, Ca e Mg, foi menor do que tem sido verificado em outras florestas do Brasil, indicando que a produtividade primária da floresta não é limitada pela disponibilidade dos elementos estudados.

  20. Deposição de nutrientes pela serapilheira em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul

    OpenAIRE

    Marafiga,Joseane Savian; Viera,Márcio; Szymczak,Denise Andréia; Schumacher,Mauro Valdir; Trüby,Peter

    2012-01-01

    O conhecimento do aporte de nutrientes das espécies que compõem a Floresta Estacional Decidual é ainda incipiente. Objetivou-se, neste trabalho, determinar a deposição de nutrientes pela serapilheira de diferentes espécies, em uma Floresta Estacional Decidual, no município de Itaara, RS. Para a coleta de serapilheira, foram demarcadas seis parcelas de 25,0 m x 17,0 m cada, sendo distribuídos cinco coletores em cada parcela. As coletas de serapilheira foram realizadas mensalmente, no período d...

  1. Indicadores microbiológicos de qualidade do solo em Florestas de Araucária no Estado de São Paulo

    OpenAIRE

    Simone Cristina Braga Bertini

    2011-01-01

    A Araucaria angustifolia, conhecida como Pinheiro-do-Paraná é uma espécie ameaçada de extinção no Brasil, está inserida num bioma rico em biodiversidade, a Mata Atlântica, e muito pouco se conhece sobre os atributos microbiológicos dessas florestas. Este trabalho teve como objetivo avaliar potenciais atributos microbiológicos do solo e algumas variáveis ambientais (atributos químicos, físicos e efeito sazonal), a fim de estabelecer bioindicadores de qualidade do solo em Florestas de Araucária...

  2. Efeito de borda na diversidade, composição e estrutura da comunidade arbórea em uma floresta estacional decidual no Brasil Central

    OpenAIRE

    Sampaio,Alexandre Bonesso; Scariot,Aldicir

    2011-01-01

    O efeito da distância da borda na estrutura, composição e diversidade da comunidade de árvores, considerando todos os tamanhos de indivíduos, foi estudado em um fragmento bem preservado de Floresta Estacional Decidual no Nordeste do Estado de Goiás, Brasil. Parcelas foram sistematicamente estabelecidas em seis distâncias (0, 40, 80, 160, 280 e 400 m) da borda, ao longo de 10 transecções ortogonais na borda floresta-pastagem. Foram amostrados 602 indivíduos adultos/ha, 8.927 indivíduos juvenis...

  3. Ecologia comportamental da formiga Pachycondyla striata Fr. Smith (Formicidae: Ponerinae) em uma floresta do sudeste do Brasil

    OpenAIRE

    Flavia Natercia da Silva Medeiros

    1997-01-01

    Resumo: Este estudo investigou a ecologia comportamental da formiga neotropical Echycondy/a striata, abordando os seguintes aspectos: estrutura dos ninhos, demografia das colônias, padrão de atividade, dieta, estratégias alimentares, comportamento de caça e interações agonísticas intra e interespecíficas. A área de estudo foi a Reserva Municipal de Santa Genebra, localizada em Campinas, São Paulo, cuja vegetação é classificada como floresta semidecídua estaciona!. Foram marcadas 50 colônias ...

  4. Efeitos do pastoreio de bovinos na estrutura populacional de plantas em fragmentos de floresta ombrófila mista

    OpenAIRE

    Sampaio,Maurício Bonesso; Guarino,Ernestino de Souza Gomes

    2007-01-01

    Fragmentos de Floresta Ombrófila Mista têm sido freqüentemente utilizados para o manejo de bovinos na região do médio rio Pelotas, Sul do Brasil. Para avaliar o efeito dos animais na estrutura populacional de Araucaria angustifolia, Clethra scabra, Dicksonia sellowiana e Maytenus ilicifolia, foram amostrados sítios, sujeitos à alta e baixa intensidade de pastoreio, em cinco fragmentos, utilizando-se parcelas de 20 x 20 m. Apesar do pequeno tamanho dos fragmentos e da alta perturbação pelo man...

  5. Sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta em Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Marques Gontijo Neto

    2014-02-01

    Full Text Available Os sistemas de integração de atividades, em propriedades agropecuárias, possibilitam uma série de efeitos positivos à produção, à região e, principalmente, aos agricultores. Nesse sentido, destacam-se os benefícios da integração lavoura-pecuária-floresta, em Minas Gerais, onde boa parte dos agricultores pratica a monocultura e depende da versatilidade de produção para manutenção das atividades nos campos. No artigo abaixo, são discutidos aspectos relacionados à produção integrada de culturas anuais, como milho, soja, feijão, arroz, sorgo e milheto, com espécies florestais e forrageiras, visando à produção dos grãos, manutenção da oferta de alimento para o gado, por período maior, e produção de madeira. As técnicas apresentadas levam em consideração características das propriedades, fatores agronômicos, econômicos e sociais. Além dos ganhos técnicos, as propriedades com atividades integradas contribuem para a sustentabilidade de produção e para o bem estar social no meio agrícola, uma vez que há proteção a recursos do meio ambiente, como a água, a microbiota edáfica benéfica, insetos, outros organismos que atuam como inimigos naturais, dentre outros. Adicionalmente, as atividades possibilitam a otimização na utilização dos recursos da propriedade, principalmente a mão-de-obra. São apresentados resultados de pesquisas recentes que comprovam os pontos positivos, assim como detalhes técnicos sobre os organismos estudados e futuros sistemas de manejo, aplicação e manutenção da tecnologia.

  6. Incremento anual do Pau-rosa (Aniba duckei Kostermans) Lauraceae, em floresta tropical úmida primária. ()

    OpenAIRE

    Alencar, Jurandyr da Cruz; Araujo, Vivaldo Campbell de

    1981-01-01

    Resumo Os autores analisam o incremento periódico anual do diâmetro (D.A.P.) de vinte árvores de "Pau-rosa" (Aniba duckei Kostermans) durante o período de 12,5 anos em floresta tropical primária na Reserva Ducke, na Amazônia Central. O incremento periódico anual variou de 0,16 cm a 0.74 cm/ano sendo a média 0.38 cm/ano. O incremento periódico médio, para as árvores tomadas em conjunto, cresce a partir de janeiro, época de chuvas, atinge o máximo em julho e decresce durante a estação seca. Tes...

  7. Efeito de borda na diversidade, composição e estrutura da comunidade arbórea em uma floresta estacional decidual no Brasil Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Bonesso Sampaio

    2011-10-01

    Full Text Available O efeito da distância da borda na estrutura, composição e diversidade da comunidade de árvores, considerando todos os tamanhos de indivíduos, foi estudado em um fragmento bem preservado de Floresta Estacional Decidual no Nordeste do Estado de Goiás, Brasil. Parcelas foram sistematicamente estabelecidas em seis distâncias (0, 40, 80, 160, 280 e 400 m da borda, ao longo de 10 transecções ortogonais na borda floresta-pastagem. Foram amostrados 602 indivíduos adultos/ha, 8.927 indivíduos juvenis/ha e 54.167 plântulas/ha distribuídas em 58 espécies. Embora a composição de plântulas e adultos tenha variado significativamente ao longo do gradiente floresta-pastagem, a variação explicada pela distância da borda foi abaixo de 4%. Entre as variáveis de estrutura da comunidade e os índices de diversidade testados houve variação significativa apenas na diversidade de plântulas e na altura de adultos entre as distâncias da borda floresta-pastagem. O fragmento de floresta estacional apresentou apenas tênue efeito de borda, considerando-se os parâmetros de comunidade avaliados. Essa conclusão contrasta com resultados encontrados em florestas tropicais úmidas, os quais indicam diferenças abruptas entre a comunidade de árvores da borda e as do interior de fragmentos florestais.

  8. Regime de luz em uma floresta estacional semidecídua sob manejo, em Pirenópolis, Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Venturoli

    2012-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi realizada em um fragmento de floresta estacional semidecídua, localizada em Pirenópolis, Goiás, e investigou as alterações no regime de luz, medida pela densidade de fluxo de fótons, associadas a intervenções silviculturais que visaram, sobretudo, aumentar o crescimento de espécies arbóreas, sem permitir a invasão por espécies oportunistas que poderiam influenciar negativamente a dinâmica da regeneração natural. O delineamento foi em blocos casualizados, em esquema fatorial, testando as diferenças entre tratamentos silviculturais, estações climáticas e alturas de medida no sub-bosque (1,30 m e ao nível do solo. Foram testadas duas intensidades de corte seletivo de indivíduos arbóreos e de cipós na floresta. Os tratamentos foram suficientes para alterar o regime de luz, tanto na estação seca como na estação chuvosa, em acordo com a hipótese testada. O sombreamento na área controle foi de 97% na estação chuvosa e de 86% na estação seca, apresentando diferenças significativas com o sombreamento associado aos tratamentos silviculturais, que variaram de 93% a 94% na chuva e de 77% a 80% na seca. Esse estudo pode auxiliar na validação deste sistema de manejo florestal proposto para as florestas estacionais semidecíduas no Brasil Central, devendo ser associado aos estudos populacionais e de comunidade, preservando os fragmentos florestais encontrados na região e gerando benefícios ambientais e renda extra para a população rural.

  9. Estoque de C e Abundância Natural de 13C em Razão da Conversão de Áreas de Floresta e Pastagem em Bioma Mata Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denilson Dortzbach

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Conversões da cobertura vegetal decorrentes do manejo podem alterar o estoque de carbono e a abundância natural de 13C. Objetivou-se avaliar o estoque de C e a abundância natural de 13C em áreas de sucessão de floresta (F e pastagem (P, com diferentes tempos de uso, na Floresta Atlântica no Estado de Santa Catarina. Sete sucessões de uso entre F e P foram definidas por fotografias aéreas tomadas em 1957, 1978 e 2008, entrevistas com moradores e escolha de áreas com florestas em estádio médio de regeneração. As sucessões foram identificadas como FFP, FPF, FFP, FPP, PFF, PPF, PPP, em que a primeira letra se refere ao uso observado em 1957; a segunda, em 1978; e a terceira, em 2008. Foram coletadas amostras de solo nas camadas de 0,00-0,10; 0,10-0,20; 0,20-0,30; 0,30-0,40; 0,40-0,50; 0,50-0,60; 0,60-0,80 e 0,80-1,00 m. Quantificaram-se os teores de carbono orgânico total (COT, abundância de C (δ13C, densidade do solo (Ds e estoque de carbono (ECOT. A conversão de F em P proporcionou aumento da Ds e reduções nos teores de COT e no ECOT do solo. O maior valor de ECOT ocorreu nas áreas atualmente ocupadas por florestas, mesmo tendo sido utilizadas como pasto anteriormente. Áreas de floresta secundária tenderam, em relação aos teores de COT, a um novo equilíbrio, dado que foram verificados teores de COT superiores aos quantificados em áreas de floresta primária. As áreas de floresta e pastagem, com diferentes idades de uso e nas diferentes profundidades de solo avaliadas, evidenciaram respostas na δ13C, resultando em diferentes assinaturas isotópicas, confirmando a mudança de uso de plantas C3 para C4. Em pastagens com 50 anos de uso, na camada de 0,00-0,10 m, 66 % do COT do solo ainda é derivado da floresta original. A análise de componentes principais (ACP indicou que o COT foi o atributo que melhor discriminou as alterações em razão do uso da terra, nas diferentes camadas de solo.

  10. ESCOAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA PELO TRONCO DAS ÁRVORES EM UMA FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Simões Lorenzon

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMOEste trabalho foi desenvolvido na Estação de Pesquisas, Treinamento e Educação Ambiental Mata do Paraíso, situada no Município de Viçosa, na Zona da Mata de Minas Gerais, Brasil, e teve como objetivo avaliar o escoamento pelo tronco em um fragmento de Mata Atlântica, no período de agosto de 2009 a março de 2011. Para quantificar esse escoamento, foram demarcadas seis parcelas de 10 x 10 m, sendo em cada parcela adaptados coletores à base de poliuretano nos troncos das árvores com circunferência 15,0 cm. Um pluviômetro foi instalado em local aberto para quantificar a água diretamente da chuva. Além disso, realizou-se uma análise qualitativa dos indivíduos do escoamento pelo troco, avaliando a qualidade do fuste e da copa, posição no estrato da floresta e infestação de cipó. Em todo o período de análises, foram realizadas 75 medições. Nas parcelas de escoamento pelo tronco foram amostrados 126 indivíduos, distribuídos em 29 famílias e 59 espécies. A precipitação em aberto foi de 2.391,63 mm, e o escoamento pelo tronco somou 31,59 mm, ou 1,32% da precipitação em aberto. A espécie com maior escoamento pelo tronco foi a Euterpe edulis, com um volume médio de água escoado de 637,00 L. Das espécies com maior escoamento pelo tronco, 73,91% encontravam-se no estrato inferior da floresta, evidenciando que algumas espécies possuem algum tipo de adaptação morfológica para captação da água da chuva.

  11. Incremento em área basal de árvores de uma floresta estacional decidual, em três fases sucessionais, no município de Santa Tereza, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandro Vaccaro

    2003-01-01

    Full Text Available This work aimed to modeling the basal area increment for trees of three successional phases of a Seasonal Deciduous Forest, which were named dense brushwood, secondary forest and mature forest. The area, located in Santa Tereza, State of Rio Grande do Sul, was sampled during the period from 1996 to 2000, considering the arboreal individuals with diameter at breast height larger or equal to 3,2 cm (10 cm of circumference. It was observed that for the trees of the Seasonal Deciduous Forest in the studied area, the annual periodic increment in basal area can be estimated by specific equations developed for each successional phase, or by a general equation, independent on the successional phase, without loss of estimating precision.

  12. Dinâmica do estrato arbóreo em três estádios sucessionais de uma Floresta Ombrófila Densa em Blumenau, SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lauri Amândio Schorn

    2009-06-01

    Full Text Available This study was accomplished in Nascentes do Garcia Natural Park, Blumenau city, Santa Catarina State, in order toevaluate the dynamics of the Submontain Atlantic Rain Forest, in the initial secondary forest, intermediate secondary and advancedforest stages. In 2001, 20 permanent sample plots of 10 x 20 m were installed, in each sucessional stage. In 2003, a new measurementwas done in the sample plots, when the changes in this mortality and ingrowth of all individuals with circumference > 15 cm weremeasured. The mortality, the ingrowth, and the relation ingrowth/mortality are bigger in the initial stages and decrease gradually withthe vegetation development. The pioneer species showed, in general, higher mortality taxes if compared to the ingrowth. The climaxspecies light-demanding showed best equilibrium between ingrowth and mortality. The climax species shadow tolerant showed aprogressive dynamic from the initial stage to the advanced stage. The ingrow, in the initial stage, was expressive in the pioneers andin the climax light demanding species. In the intermediate stage and in the advanced stage, the climax shade tolerant species and theclímax light demanding species presented higher ingrow.

  13. Chlorophyll fluorescence of tropical tree species in a semi-deciduous forest gap Fluorescência da clorofila de espécies arbóreas tropicais em uma clareira de floresta semidecídua

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Vasconcelos Ribeiro

    2004-02-01

    aproveitamento da energia luminosa. O objetivo deste trabalho foi acessar a emissão da fluorescência da clorofila de espécies arbóreas tropicais crescendo em uma clareira de floresta semidecídua. Foram selecionadas três espécies de diferentes grupos ecológicos: Croton floribundus Spreng. (pioneira, P, Astronium graveolens Jacq. (secundária inicial, Si e Esenbeckia febrifuga A. Juss. (secundária tardia, St. A eficiência quântica potencial (Fv/Fm e efetiva (deltaF/Fm' do fotossistema II, a taxa aparente de transporte de elétrons (ETR e os coeficientes de extinção fotoquímica (qP e não-fotoquímica (qN da fluorescência da clorofila foram avaliados, utilizando um fluorômetro modulado, entre 7h30 e 11h. Os valores de Fv/Fm permaneceram constantes em St, diminuindo em P e Si a partir das 9h30, indicando a ocorrência de fotoinibição. Entretanto, nas medidas realizadas na presença de luz (deltaF/Fm', ETR, qP e qN, P e Si apresentaram melhor desempenho fotoquímico, ou seja, com o aumento da intensidade luminosa os valores de DF/Fm', ETR e qP foram superiores aos valores de St. Os valores de qN indicaram que P e Si possuem a tendência crescente de dissipar o excesso de energia, sendo observado o contrário em St. A análise de componentes principais (PCA, considerando todos parâmetros avaliados, mostrou clara distinção entre St, P e Si, sendo estas últimas espécies mais próximas. Os resultados dessa análise evidenciam a fluorescência da clorofila como uma ferramenta potencial para diferenciar espécies arbóreas de grupos sucessionais distintos.

  14. Banco de sementes do solo de uma Floresta Estacional Semidecidual, em Viçosa, Minas Gerais.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juvenal Pinheiro Batista Neto

    2010-08-01

    Full Text Available Avaliou-se quantitativa e qualitativamente a florística do banco de sementes do solo de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana, no município de Viçosa, MG. No final da estação chuvosa (março/2004, foram coletadas duas amostras de solo de 20 x 15 cm, com 5 cm de profundidade, no centro de seis subparcelas contíguas de 10 x 20 m, em dez parcelas permanentes de 20 x 60 m, em dez locais, totalizando 120 amostras (3,6 m2. As amostras de solo foram colocadas em estruturas de sombreamento de 11,5 % e 60 %, e as sementes germinadas foram identificadas em graminóides, herbáceo-cipós, arbustivas e arbóreas. Foram registradas 3.416 sementes germinadas, sendo 30,2 % graminóides, 29,2 % herbáceo-cipós, 17,5 % arbustivas e 23,1 % arbóreas, estas duas últimas distribuídas em 17 famílias, 25 gêneros e 31 espécies. Melastomataceae, Cecropiaceae e Piperaceae contribuíram com 31,8 %, 10,0 % e 8,8 % do total de espécies, respectivamente, sendo que Miconia cinnamomifolia e Leandra purpurascens foram responsáveis por 59,3 % das sementes arbustivo-arbóreas germinadas. As pioneiras se destacaram com 61,3 % das espécies e 88,5 % das sementes germinadas. Não foram registradas espécies secundárias tardias. A densidade média de sementes germinadas para todos os hábitos e locais foi de 949 sementes/m2. O número de espécies e de sementes germinadas do grupo arbustivo-arbóreo diferiu significativamente pelo teste Kruskal-Wallis (P ≤ 0,05 entre os locais estudados. Esses resultados indicam que, no banco de sementes do solo, há predomínio de espécies pioneiras que são importantes para a sucessão em clareiras ou após o corte da floresta. Porém, esse estoque de sementes não é suficiente para a continuidade do processo de sucessão, que inclui o estabelecimento de maior proporção de espécies secundárias iniciais e tardias. Isso indica que há necessidade de um manejo adequado do banco de pl

  15. Florística e estrutura da comunidade arbórea de uma floresta estacional semidecidual secundária em Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Jorge Tourinho Braga

    2011-06-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo estudar a composição florística e a estrutura da comunidade arbórea, bem como a distribuição das espécies em diferentes grupos ecológicos e os solos dos estádios inicial e avançado, de uma Floresta Estacional Semidecidual localizada no campus da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa, MG (20°46' S e 42°52' W. O levantamento foi realizado em meio hectare, onde foram alocadas 10 parcelas de 25 x 10 m em cada trecho, sendo amostrados todos os indivíduos com circunferência do tronco a 1,30 m do solo (CAP > 15 cm. Registraram-se 820 indivíduos, sendo 440 no trecho de floresta inicial e 380 no de floresta avançada. No levantamento florístico da floresta inicial foram amostradas 76 espécies, pertencentes a 28 famílias, destacando-se como as de maior número de indivíduos Fabaceae (137, Urticaceae (45 e Sapindaceae (41 e, as com os maiores valores de importância, Cecropia glaziovii Snethl., Anadenanthera peregrina (L. Speng., Piptadenia gonoacantha (Mart. Macbr., Allophylus sericeus Radlk., Siparuna guianensis Aubl. e Maclura tinctoria (L. Don ex Steud. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,57 nat.ind.-1 e a equabilidade (J', de 0,82. Já na floresta avançada foram amostradas 59 espécies, distribuídas em 26 famílias, das quais Fabaceae (103, Meliaceae (49 e Flacourtiaceae (34 sobressaíram com maior número de indivíduos. Por sua vez, as espécies com os maiores valores de importância foram A. peregrina, Trichilia pallida Swartz, Cariniana estrellensis (Raddi Kuntze., P. gonoacantha, Rollinia silvatica Mart. e S. guianensi. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,49 nat.ind.-1 e a equabilidade (J', de 0,85. No contínuo, o índice de Shannon (H' e a equabilidade (J' foram de 3,82 nat.ind.-1 e 0,84, respectivamente. Cada floresta apresentou distinta identidade florística e estrutural, tendendo a ser minimizada com o avanço da sucessão.

  16. Florística e efeito de borda em fragmentos da floresta ombrófila mista na região de Guarapuava, PR.

    OpenAIRE

    Adriana Massaê Kataoka Silva

    2006-01-01

    Este trabalho foi desenvolvido em uma floresta ombrófila mista nas áreas de reserva legal das FazendasTrês Capões e Trindade, na região centro-sul do estado do Paraná. O clima nesta região é do tipo Cfb, sem estação seca e média do mês mais frio inferior a 18oC. O planalto, com altitudes variando de 1250 m na testa da escarpa a 350 m apresenta, na região de Guarapuava, geomorfologia caracterizada por colinas arredondadas e vales largos originados no Quaternário. A floresta em e...

  17. COMPOSIÇÃO E DENSIDADE DO BANCO DE SEMENTES EM UMA FLORESTA DE VÁRZEA, ILHA DO COMBU, BELÉM-PA, BRASIL

    OpenAIRE

    Lau, Arthur Viana; Jardim, Augusto Gonçalves

    2014-01-01

    Este estudo teve como objetivo caracterizar a composição e densidade do banco de sementes de um trecho de floresta de várzea localizada na Área de Proteção Ambiental (APA) Ilha do Combu, no município de Belém, PA, Brasil. Foram alocadas sistematicamente 6 parcelas de 20 x 20m em três áreas da floresta distante 100m uma da outra perfazendo um total de 0,24ha. Em cada parcela foi utilizado um gabarito de madeira medindo 50 x 50 cm para a padronização e coleta de 20 amostras do banco de sementes...

  18. Amostragem para a estimativa de produção de sementes de castanheira‑do‑brasil em floresta nativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helio Tonini

    2013-05-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi determinar o tamanho necessário da amostra para estimar a produção individual e populacional de árvores de castanheira‑do‑brasil (Bertholletia excelsa em floresta nativa, bem como avaliar diferentes sistemas de amostragem. Os dados foram obtidos em um castanhal na região do Itã, em Caracaraí, RR. A produção de frutos e sementes de 239 árvores foi monitorada de 2007 a 2010. Com base na relação das características das árvores (diâmetro, tipo morfológico e variáveis de copa com a produção, o tipo de alocação e a periodicidade da amostra, foram testados sete procedimentos de amostragem. Para verificar a precisão e a acurácia, foram tomadas 128 amostras da população e calculados o erro‑padrão da média, o intervalo de confiança e o erro absoluto. Para estimar a produção de uma árvore a 1% de probabilidade, é necessário amostrar, em média, 97% dos frutos. Para o limite de erro de 10%, é necessário amostrar 33% dos frutos. A amostragem contínua, estratificada pelo diâmetro à altura do peito em seis estratos, e a alocação proporcional ao número de árvores na classe diamétrica são os procedimentos de amostragem mais indicados.

  19. Composição florística do componente arbustivo-arbóreo em dois trechos de floresta estacional semidecidual na Mata do Paraíso, Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Isabel do Carmo Pinto

    2013-09-01

    Full Text Available É grande a demanda por estudos ecológicos em florestas que possam embasar trabalhos de recuperação e conservação da biodiversidade. Entre esses estudos, primordialmente está o levantamento da flora. Nesse sentido, realizou-se o estudo das variações florísticas do componente arbustivo-arbóreo em dois trechos de Floresta Estacional Semidecidual, floresta inicial e floresta madura, situados na Reserva Florestal Mata do Paraíso, em Viçosa, Minas Gerais. As espécies arbóreo-arbustivas foram amostradas dentro de 20 parcelas de 10 x 30 m, 10 parcelas em cada trecho de floresta, sendo considerados apenas os indivíduos com diâmetro a 1,30 m do solo (DAP  4,8 cm. Na floresta inicial foram amostradas 55 espécies pertencentes a 47 gêneros e 27 famílias. A família com maior riqueza florística foi Fabaceae, com 10 espécies (18%, seguida de Euphorbiaceae (cinco espécies; 9%, Annonaceae, Lauraceae, Meliaceae e Salicaceae (três espécies; 6%. Na floresta madura foram amostradas 78 espécies distribuídas em 62 gêneros e 31 famílias. A família com maior riqueza florística foi Fabaceae, com 13 espécies (17%, seguida de Lauraceae e Myrtaceae (seis espécies; 8%, Euphorbiaceae, Sapindaceae e Salicaceae (cinco espécies; 6%, Annonaceae e Meliaceae (quatro espécies, 5%, Rubiaceae e Moraceae (três espécies; 4%. O grupo ecológico que mais se destacou nos dois trechos de floresta foi o das secundárias iniciais, seguido pelas secundárias tardias na floresta madura e pelas pioneiras na floresta inicial. A variabilidade na composição florística e na proporção de espécies em cada grupo ecológico foi resultante das variações na intensidade da ação antrópica nestas florestas e do tempo de regeneração florestal.

  20. Florística e classificação da regeneração natural em Floresta Ombrófila Mista na Floresta Nacional de São Francisco de Paula, RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Igor da Silva Narvaes

    2009-10-01

    Full Text Available Normal 0 21 MicrosoftInternetExplorer4 Na floresta Ombrófila Mista, a regeneração natural é pouco estudada. No Rio Grande do Sul, em conseqüência da ação antrópica, essas florestas se encontram sob diferentes condições de alteração, em alguns casos formando fragmentos. O estudo teve como objetivo analisar a florística da regeneração natural e verificar a ocorrência de grupos florísticos de uma área onde não foram constatadas alterações intensas. A área com 1606,69 ha localiza-se na Floresta Nacional de São Francisco de Paula (entre 29° 23' e 29° 27' S; 50° 23' e 50° 25' W, no município de São Francisco de Paula, RS. No estudo, foram selecionadas seis parcelas permanentes de crescimento do PELD (Projeto Ecológico de Longa Duração cuja vegetação foi inventariada, utilizando-se dez faixas paralelas entre si e perpendiculares à direção da posição topográfica, as quais apresentaram 10 m de largura e 100 m de comprimento, subdivididas em dez unidades de 100 m² onde foram sorteadas três unidades amostrais por faixa para identificação e medição (altura e circunferência de indivíduos com Cap maior ou igual a 3 cm e menor de 30 cm. Os cipós, trepadeiras e ervas também tiveram suas circunferências medidas e identificados até o nível de espécie, quando possível. Os dados de densidade por espécie formaram uma matriz (180x70 utilizada na análise multivariada. A presença de agrupamento de vegetação em estado de regeneração natural no interior da floresta foi testada pelo Método TWINSPAN (Two-way indicator species analysis. Constatou-se a existência de três grupos ecológicos (G-1, G-2 e G-3. O G-1 foi caracterizado por boa disponibilidade hídrica, por possuir características ambientais intermediárias e por situar-se na posição topográfica referente à encosta média; G-2 ocorreu na encosta inferior da floresta, apresentando forte influência da umidade e sujeita a alagamentos espor

  1. Dinâmica de crescimento de espécies de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista em Colombo, PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Canetti

    2014-04-01

    Full Text Available Estudos visando o uso adequado dos recursos da floresta são indispensáveis para o manejo e conservação de remanescentes florestais, como os da Floresta Ombrófila Mista. Tendo em vista a necessidade de se aprimorar conhecimentos sobre o crescimento de espécies em regiões subtropicais, o presente trabalho teve por objetivo monitorar o crescimento diamétrico intra-anual de espécies arbóreas em Colombo, Paraná. Em novembro de 2009 foram instaladas faixas dendrométricas em árvores adultas (de 15 a 25 indivíduos de 9 espécies dentre as mais frequentes em um remanescente de Floresta Ombrófila Mista. As medições de incremento diamétrico foram feitas mensalmente, até junho de 2011. Ocotea bicolor se diferenciou das outras espécies, apresentando crescimento superior e constante. Isto pode ser atribuído ao menor recobrimento da copa das árvores, favorecendo o acesso à luz pela espécie e consequentemente o seu crescimento. O maior crescimento de todas as espécies estudadas ocorreu no outono de 2011, estação antecedida por um inverno de baixa precipitação (inverno de 2010, em que a luminosidade esteve mais disponível para a produção fotossintética.

  2. Produtividade em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta no subtrópico brasileiro

    OpenAIRE

    Silva, Vanderley Porfirio da

    2012-01-01

    Resumo: O crescimento de árvores em meio a cultivos agrícolas e forrageiros traz, intuitivamente, alguns questionamentos sobre a combinação entre componentes tão distintos. O objetivo deste estudo foi avaliar a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) como alternativa para a intensificação sustentável do uso da terra na condição subtropical brasileira. Foram avaliados: o rendimento de grãos e de forrageiras de inverno semeados entre renques arbóreos; o comportamento e impacto do gado em re...

  3. INFLUÊNCIA DOS FATORES EDÁFICOS NA VARIAÇÃO FLORÍSTICA DE FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL, EM VIÇOSA, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Jorge Tourinho Braga

    2015-08-01

    Full Text Available RESUMOO objetivo deste estudo foi verificar a possível correlação dos fatores edáficos na distribuição dos indivíduos de espécies arbóreas e a similaridade florística entre as populações, em dois trechos distintos de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual, em Viçosa, MG (20°46' S e 42°52' W. No trabalho, foram amostrados os indivíduos arbóreos superiores ou iguais a 15 cm (CAP, presentes em 20 parcelas de 25×10 m, estando metade dessas alocadas (10 em cada trecho de floresta. Na área das parcelas, foram coletadas amostras de solo (0-10 cm e submetidas às análises química e física. Os resultados dos atributos físicos e químicos do solo indicaram variações conforme as mudanças na topografia do terreno. A análise de correspondência canônica (CCA indicou correlação significativa entre a distribuição das espécies arbóreas avaliadas no perfil topográfico e a fertilidade do solo, enquanto a comparação entre as espécies pertencentes às florestas inicial e avançada apontou baixa similaridade florística. Verificou-se ainda que espécies como Casearia arborea, Ocotea laxa, Myrcia fallax, Siparuna guianensis, Apuleia leiocarpa, Matayba elaeagnoides e Sparattosperma leucanthum estão associadas a solos argilosos mais ácidos, de encostas e com maior teor de alumínio, permitindo o uso delas em programas de recuperação ambiental.

  4. Efeitos de área e de borda sobre a estrutura florestal em fragmentos de floresta de terra-firme após 13-17 anos de isolamento Area and edge effects on forest structure in Amazonian forest fragments after 13-17 years of isolation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique E. M. Nascimento

    2006-01-01

    Full Text Available As estimativas de densidade e biomassa de árvores vivas com DAP > 10 cm e arvoretas 1-9,9 cm de DAP, liteira lenhosa grossa caída (LCG diâmetro > 10 cm, árvores mortas em pé (> 10 de DAP e liteira lenhosa fina caída (LCF - 2,5 9,9 cm de diâmetro foram quantificadas em 56 parcelas permanentes de 1 ha, distribuídas em quatro categorias de tamanho de fragmento - fragmentos de 1 ha (4 parcelas, fragmentos de 10 ha (12 parcelas e fragmentos de 100 ha (14 parcelas e floresta contínua (19 parcelas e em duas classes de distância da borda - 300 m (21 parcelas. A densidade e a biomassa de árvores e arvoretas de espécies de estágios sucessionais mais avançados não diferiram significativamente entre as diferentes categorias de tamanho e entre as duas distâncias da borda. Por outro lado, fragmentos florestais e locais 300 m da borda, respectivamente. Fragmentos florestais apresentaram maior quantidade de LCG e LCF do que a floresta contínua. Houve também diferenças significativas entre ambas as distâncias da borda para a quantidade de LCG e LCF e necromassa total. Uma análise de covariância mostrou que não houve efeito de tamanho do fragmento, mas a distância da borda teve um efeito significativo sobre a quantidade de LCG e LCF. A quantidade de LCG e LCF foi correlacionada negativamente com a distância da borda - locais mais próximos à borda tiveram cerca de 40% e 60% mais LCG do que locais mais distantes.Density and biomass of live trees >10 cm DBH and saplings 1-9.9 cm DBH, coarse woody debris (LCG diameter > 10 cm, fine woody debris (LCF diameter 2.5-9.9 cm, and standing dead trees (> 10 cm DBH were quantified in 56 permanent, 1-ha sample plots. These plots are located in four 1- (4 plots, three 10- (12 plots and two 100- (14 plots forest fragments in size and nearby continuous forests (19 plots as well as in two classes of distance from the edges - 300 m (21 plots. Density and biomass of primary species did not differ

  5. Estrutura e distribuição espacial da regeneração natural de canjerana em Floresta Estacional Decidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Paula Zimmermann

    2014-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou analisar o padrão de distribuição espacial de uma população de Cabralea canjerana (Vell. Mart. em fase de regeneração natural em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Município de Silveira Martins, RS. Para tais análises, foram mensurados os indivíduos da espécie que apresentavam altura ≥ 30 cm, em 77 unidades amostrais alocadas de forma contígua na área. Para analisar a forma de dispersão da espécie foram utlizados os índices de Morisita, Payandeh e Fracker e Brischle. A estrutura foi analisada por meio dos parâmetros densidade e frequência absolutas e histograma de distribuição em classes de altura. De acordo com os índices de dispersão, a espécie encontra-se de forma agregada. Os altos valores de densidade e frequência ratificam a importância da espécie na estrutura da floresta.

  6. Estrutura e relações ambientais de grupos florísticos em fragmento de floresta estacional subtropical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzane Bevilacqua Marcuzzo

    2013-04-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivos analisar a estrutura de grupos florísticos na vegetação arbórea-arbustiva de um trecho de encosta de Floresta Estacional Subtropical, no Parque Estadual Quarta Colônia, RS, e determinar fatores ambientais importantes na ocorrência das espécies, a fim de subsidiar programas de restauração de áreas degradadas como ecossistema de referência. Para isso, foi realizado estudo fitossociológico em 12 parcelas de 200 m² (10 x 20 m, distantes 20 m entre si, distribuídas sistematicamente em quatro faixas de 100 m entre si, seguindo gradiente de topografia. Em cada parcela foram realizadas a identificação e a medição da circunferência à altura do peito (CAP e da altura total dos indivíduos arbóreos e arbustivos, ou seja, com CAP > 15 cm, denominado componente arbóreo. Os dados do sub-bosque foram obtidos em parcelas circulares com raio de 1,78 m, instaladas no centro das parcelas de 10 x 20 m, medindo-se indivíduos com altura > 30 cm e CAP <15 cm. As variáveis ambientais foram compostas pela declividade, pela intensidade luminosa, pelas características químicas e textura do solo. Os dados foram analisados segundo a estrutura e diversidade da vegetação por meio da análise de agrupamento pelo método TWINSPAN (Two-way Indicator Species Analysis e da ordenação pelo método CCA (Análise de Correspondência Canônica. Foi identificada a formação de dois grupos florísticos. A composição de espécies de cada grupo pertence a diferentes estágios de sucessão natural, conforme histórico de uso agrícola, e, segundo suas características funcionais, podem ser indicadas para programas de restauração florestal.

  7. Dinâmica nutricional em floresta estacional decidual com enfase aos minerais provenientes da deposição da serapilheira.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Girlei Costa da Cunha

    2009-09-01

    Full Text Available Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 A produção anual de serapilheira, o conteúdo de N, P, K, Ca e Mg, a taxa de decomposição da serapilheira e a eficiência de utilização de nutrientes, foram estudadas numa floresta estacional decidual, situada nas encostas da Serra Geral em Santa Maria, Rio Grande do Sul. A produção anual de serapilheira foi de 7,76 t/ha, com a fração folhas representando aproximadamente 66% da produção total. A estação de maior deposição de serapilheira e nutrientes foi a primavera. Foram depositados anualmente no solo florestal 206 Kg/ha de nitrogênio, 11,2 Kg/ha de fósforo, 37,8 Kg/ha de potássio, 269,2 Kg/ha de cálcio e 29,9 kg/ha de magnésio. A quantidade média de manta acumulada sobre o solo totalizou 6,7 t/ha, a estimativa da taxa instantânea de decomposição (K   foi de 1,16 e o tempo necessário para decomposição de 50% da serapilheira produzida, foi estimado em torno de 7 meses. A eficiência da utilização de nutrientes dada pela relação biomassa/nutriente para os elementos N, P, Ca e Mg, foi menor do que tem sido verificado em outras florestas do Brasil, indicando que a produtividade primária da floresta não é limitada pela disponibilidade dos elementos estudados.

  8. Análise florística e estrutural de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, situado em Criúva, RS - Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Marques Rondon Neto

    2010-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo conhecer e analisar a composição florística e descrever a estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizado no município de Criúva, RS. Em oito parcelas de 10 x 100 m foram inventariados 673 indivíduos com DAP  5 cm, distribuídos em 37 espécies, pertencentes a 32 gêneros e 22 famílias. O valor do índice de diversidade de Shannon foi de 2,768. As famílias que apresentaram maior número de indivíduos amostrados são: Araucariaceae, Myrsinaceae, Euphorbiaceae, Anacardiaceae e Rutaceae. O dossel dessa floresta é dominado pela Araucaria angustifolia e o sub-bosque por espécies das famílias Lauraceae e Myrtaceae. A densidade total encontrada foi de 841,25 indivíduos/ha, com DAP médio de 24,01 cm e altura média de 9,34 m. As cinco espécies que tiveram os maiores valores de importância, em ordem decrescente, foram: Araucaria angustifolia, Sebastiania commersoniana, Lithraea brasiliensis, Zanthoxylum rhoifolium e Myrcia sp.. O fragmento apresenta uma considerável diversidade florística de espécies, apesar das perturbações sofridas no passado. Para que a vegetação atinja as características florísticas e estruturais próximas às da vegetação original é preciso evitar a presença de bovinos e eqüinos na área e explorações da floresta.

  9. ANÁLISE FLORÍSTICA E ESTRUTURAL DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA MONTANA, SITUADO EM CRIÚVA, RS - BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Marques Rondon Neto

    2001-10-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo conhecer e analisar a composição florística e descrever a estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizado no município de Criúva, RS. Em oito parcelas de 10 x 100 m foram inventariados 673 indivíduos com DAP  5 cm, distribuídos em 37 espécies, pertencentes a 32 gêneros e 22 famílias. O valor do índice de diversidade de Shannon foi de 2,768. As famílias que apresentaram maior número de indivíduos amostrados são: Araucariaceae, Myrsinaceae, Euphorbiaceae, Anacardiaceae e Rutaceae. O dossel dessa floresta é dominado pela Araucaria angustifolia e o sub-bosque por espécies das famílias Lauraceae e Myrtaceae. A densidade total encontrada foi de 841,25 indivíduos/ha, com DAP médio de 24,01 cm e altura média de 9,34 m. As cinco espécies que tiveram os maiores valores de importância, em ordem decrescente, foram: Araucaria angustifolia, Sebastiania commersoniana, Lithraea brasiliensis, Zanthoxylum rhoifolium e Myrcia sp.. O fragmento apresenta uma considerável diversidade florística de espécies, apesar das perturbações sofridas no passado. Para que a vegetação atinja as características florísticas e estruturais próximas às da vegetação original é preciso evitar a presença de bovinos e eqüinos na área e explorações da floresta.

  10. Deposição de nutrientes pela serapilheira em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseane Savian Marafiga

    2012-12-01

    Full Text Available O conhecimento do aporte de nutrientes das espécies que compõem a Floresta Estacional Decidual é ainda incipiente. Objetivou-se, neste trabalho, determinar a deposição de nutrientes pela serapilheira de diferentes espécies, em uma Floresta Estacional Decidual, no município de Itaara, RS. Para a coleta de serapilheira, foram demarcadas seis parcelas de 25,0 m x 17,0 m cada, sendo distribuídos cinco coletores em cada parcela. As coletas de serapilheira foram realizadas mensalmente, no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2007. A serapilheira foi separada em folhas, galhos finos (diâmetro < 0,5 cm e miscelânea (flores, frutos, sementes e restos vegetais não identificáveis. As folhas foram separadas de acordo com as espécies mais representativas da floresta. O material foi analisado quanto aos teores de macro e micronutrientes. A concentração de nutrientes diferiu entre as espécies. A maior transferência de nutrientes ocorreu por meio da fração folhas, seguido pelos galhos finos e miscelânea. Dentre as espécies avaliadas, a espécie Parapiptadenia rigida apresentou a maior transferência de nutrientes, com exceção do Mn, o qual foi mais transferido pela espécie Matayba elaeagnoides, juntamente com a espécie Ocotea pulchella.

  11. Composição da entomofauna da Floresta Nacional do Araripe em diferentes vegetações e estações do ano

    OpenAIRE

    Azevedo, Francisco Roberto de; Moura, Maria Andréia Rodrigues de; Arrais, Maria Solidade Barbosa; Nere, Daniel Rodrigues

    2011-01-01

    A ocorrência de insetos tem grande significado ecológico e está relacionada com os fatores ambientais, disponibilidade de alimento e abrigo. Para avaliar a composição da entomofauna, em diferentes tipos de vegetação (Cerrado, Carrasco e Mata Úmida) e estações do ano na Floresta Nacional do Araripe, Crato, Ceará, nordeste brasileiro, foram realizadas coletas semanais na estação seca (setembro a dezembro) e chuvosa (abril a julho), por meio de armadilhas McPhail, de solo e bandejas amarelas. Os...

  12. Estrutura de um fragmento de Floresta Atlântica em regeneração com ocorrência de Caesalpinia echinata Lam. (pau-brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane Baldan Zani

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n4p75   Este trabalho teve por objetivo analisar a estrutura fitossociológica de um fragmento remanescente de Floresta Atlântica em regeneração no município de Aracruz-ES em uma floresta de tabuleiro com ocorrência natural de Caesalpinia echinata Lam. Foram instaladas 10 unidades amostrais (parcelas de 10 x 50m sendo amostrados todos os indivíduos com DAP≥5cm e <10cm. Ao todo foram amostrados 500 indivíduos distribuídos em 181 espécies. As famílias com maior riqueza foram Leguminosae (35, Sapotaceae (18 e Myrtaceae (14. As espécies mais importantes foram Caesalpinia echinata Lam., Eugenia tinguyensis Cambess. e Pterocarpus rohrii Vahl. O índice de Shannon (H’ foi de 4,89 e a equabilidade (J’ foi de 0,94. Essa área é um dos últimos fragmentos remanescentes com pau-brasil nativo do estado do Espírito Santo e a população dessa espécie encontra-se bem preservada no local, ocorrendo com grande frequência, enfatizando a importância da preservação de pequenos fragmentos florestais para conservação da biodiversidade.

  13. Atributos físico-hídricos de um Argissolo amarelo sob floresta e savana naturais convertidas para pastagem em Roraima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego Lima de Souza Cruz

    2014-02-01

    Full Text Available O Estado de Roraima apresenta ampla diversidade pedológica e de ecossistemas, sendo gradativamente ocupados com pastagem, que dependendo do manejo podem estar associadas à degradação física do solo. Dentro desse contexto, este trabalho foi realizado com os objetivos de avaliar e comparar os atributos físico-hídricos de um Argissolo Amarelo sob os ecossistemas de savana e floresta natural, convertidos em pastagem para pecuária. Os tratamentos principais foram savana natural (SN, savana convertida em pastagem (SC, floresta natural (FN e floresta convertida em pastagem (FC e os tratamentos secundários foram as profundidades de amostragem do solo, 0-10, 10-20 e 20-40 cm. Os atributos avaliados foram: granulometria, densidade do solo (DS e de partículas (DP, resistência à penetração (RP, porosidade total (PT, umidade gravimétrica (UG, capacidade de armazenamento de água (CAD e matéria orgânica do solo (MOS. A DS foi superior nas duas áreas de Savana, não havendo diferença entre SC e SN em nenhuma das profundidades. A RP variou em função das áreas e da profundidade, verificando-se influência da conversão nesse atributo. A PT foi maior na FN e menor na SC; houve diminuição da porosidade com a profundidade. A CAD foi maior na FN apenas na profundidade de 0-10 cm. A MOS foi superior nas áreas de FN e FC. Portanto, a conversão dos ambientes naturais em pastagem provocou alterações significativas na RP, DS, CAD, PT e MOS, com maior expressividade nas áreas da FC em razão da supressão da cobertura vegetal natural, que tem na matéria orgânica o condicionador da qualidade físico-hídrica do solo. Na SC, por sua vez, a supressão da cobertura vegetal natural não provocou a mesma expressividade por causa dos teores significativamente inferiores de MOS.

  14. The importance of riparian forest for the maintenance of bird species richness in an Atlantic Forest remnant, southern Brazil A importância da floresta ripária para a manutenção da riqueza de espécies de aves em um remanescente de Floresta Atlântica no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz dos Anjos

    2007-12-01

    Full Text Available We compared the composition and guild structure of bird communities of riparian and upland forest in an Atlantic forest reserve, the Godoy State Park (GP, in northern Paraná State, southern Brazil. Unlimited distance point counts were sampled monthly from September-December 2001, along four trails. Two trails in upland forest (TA and TB were parallel to each other and about 300 m apart. Two trails in riparian forest (TC and TD were along the Apertados River, about 100 m away from the river. A total of 145 species were recorded: 81 species were recorded in both upland and riparian forests, 19 species were recorded only in upland forest and 45 species were recorded exclusively in riparian forest. Among the 81 species occurring in both forest types, 18 species had significantly higher numbers of contacts in the riparian forest while only 8 species had significantly higher numbers of contacts in the upland forest. Taking into account the contacts numbers of the species the large frugivores guild was closely associated to the upland forest, while bamboo and vine-tangles insectivore, canopy insectivores, edge omnivores, ground omnivore and midstory insectivores were those more closely related to the riparian forest.Comparamos a composição e a estrutura de guilda da comunidade de aves da floresta ripária e alta em uma reserva de Floresta Atlântica, o Parque Estadual Mata dos Godoy (GP, no norte do Paraná, sul do Brasil. Pontos de escutas com distância ilimitada foram realizados mensalmente de setembro-dezembro de 2001, ao longo de quatro trilhas. Duas trilhas na floresta alta (TA e TB paralelas uma a outra e com distância de 300 m. Duas trilhas na floresta ripária (TC e TD ao longo do Rio Apertados, distantes 100 m do rio. Um total de 145 espécies foi registrado: 81 espécies foram registradas em ambas as florestas, 19 espécies foram registradas somente na floresta alta e 45 espécies foram registradas exclusivamente na floresta rip

  15. Riqueza e distribuição temporal de anuros (Amphibia: Anura em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo J. Santos

    2014-09-01

    Full Text Available Apesar do Brasil abrigar uma riqueza elevada de anfíbios anuros, muitas regiões ainda são consideradas subamostradas, incluindo ecossistemas que estão degradados e ameaçados. Esse é o caso da Floresta Ombrófila Mista (FOM, formação que possui apenas 3% de sua distribuição original, sendo que apenas uma porcentagem menor ainda constitui florestas em estágio primário ou avançado. O objetivo deste estudo foi determinar a estrutura de uma taxocenose de anuros em um remanescente de FOM, avaliar a variação de riqueza e abundância em função de variáveis climáticas, comparar a taxocenose com outras oito inseridas na mesma formação e verificar se a riqueza registrada nas localidades varia em função da área total, da quantidade ou dos tipos de ambientes presentes. Foram realizadas 12 campanhas entre setembro de 2008 e agosto de 2009, totalizando 72 horas de amostragem. Por meio dos métodos de amostragem em sítio de reprodução em sete corpos d'água e de busca aural em quatro transecções no interior da floresta, foi registrada a ocorrência de 24 espécies de sete famílias, correspondendo a 96% da riqueza estimada para a área. Tanto a riqueza quanto a abundância foram registradas no período com maior volume de chuva. O número de espécies nos ambientes amostrados variou de um a 15, e quase metade (41% delas foram exclusivas de ambientes florestais. Para os inventários de anuros em FOM, o que explica a maior riqueza de espécies é a quantidade de tipos de ambientes amostrados, indicando que amostragens em localidades mais heterogêneas, que podem satisfazer os requisitos reprodutivos de um maior número de espécies, aumentam o registro da riqueza local. Mesmo sendo um fragmento pequeno e alterado, a riqueza registrada foi alta se comparada com outras áreas cuja anurofauna foi inventariada, e que estão inseridas na FOM e apresentam esforço amostral semelhante. Devido à ocorrência de muitas espécies dependentes da

  16. Representatividade fisiográfica e pedológica de fragmentos de floresta nativa em áreas de plantios homogêneos de eucalipto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tathiane Santi Sarcinelli

    2012-06-01

    Full Text Available A ocupação e uso de diferentes ambientes pelo ser humano estão ligados às características do meio físico, de modo que os fragmentos de floresta nativa podem ficar restritos a áreas impróprias para uso ou de difícil acesso. A hipótese deste estudo é de que a distribuição de fragmentos florestais na paisagem é não aleatória e não representaria a diversidade fisiográfica e pedológica da paisagem na qual esses fragmentos estão inseridos. Com o objetivo de avaliar a representatividade ambiental de áreas protegidas em áreas de plantios homogêneos de eucalipto, foram derivados atributos topográficos de um Modelo Digital de Elevação (MDE e gerados mapas de solos das áreas de estudo. O teste de Qui-Quadrado retornou valores significativos de todas as variáveis ambientais analisadas no nível de 5% de probabilidade. Tal fato indica que a distribuição das áreas de floresta nativa e de plantios de eucalipto é não aleatória, dependendo de fatores como declividade, orientação, posição na paisagem e grupos de solos. As florestas nativas estão bem representadas nas diferentes classes de declividade e orientação, mas estão sub-representadas nos topos de morros, onde ocorrem os Latossolos. No entanto, há superproteção das áreas de terraços e planícies fluviais e de Cambissolos Flúvicos.

  17. Does the edge effect influence plant community structure in a tropical dry forest? O efeito de borda influencia a estrutura da comunidade vegetal em uma floresta tropical seca?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diogo Gallo Oliveira

    2013-04-01

    Full Text Available Edge effects are considered a key factor in regulating the structure of plant communities in different ecosystems. However, regardless to few studies, edge influence does not seem to be decisive in semiarid regions such as the Brazilian tropical dry forest known as Caatinga but this issue remains inconclusive. The present study tests the null hypothesis that the plant community of shrubs and trees does not change in its structure due to edge effects. Twenty-four plots (20 x 20 m were set up in a fragment of Caatinga, in which 12 plots were in the forest edges and 12 plots were inside the fragment. Tree richness, abundance and species composition did not differ between edge and interior plots. The results of this study are in agreement with the pattern previously found for semiarid environments and contrasts with previous results obtained in different environments such as Rainforests, Savanna and Forest of Araucaria, which indicate abrupt differences between the border and interior of the plant communities in these ecosystems, and suggest that the community of woody plants of the Caatinga is not ecologically affected by the presence of edges.Efeitos de borda são considerados fator-chave na regulação da estrutura de comunidades vegetais em diferentes ecossistemas. Entretanto, apesar dos poucos estudos relacionados, o efeito de borda parece não ser determinante em regiões semiáridas, como a floresta tropical seca brasileira, conhecida como Caatinga. Este estudo testou a hipótese nula de que a comunidade vegetal arbustivo-arbórea não sofre alterações em sua estrutura, riqueza e composição devido ao efeito de borda. Foram instaladas 24 parcelas (20 x 20 m em um fragmento de Caatinga arbórea, sendo 12 parcelas na borda do fragmento e 12 parcelas no seu interior. A riqueza, abundância e composição das espécies não diferiram estatisticamente entre as parcelas de borda e interior. Os resultados deste estudo corroboram um possível padr

  18. Relação solo-vegetação em remanescente da floresta estacional decidual na Região Central do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Moreira Rovedder

    2014-12-01

    Full Text Available O presente trabalho objetivou caracterizar a relação solo-vegetação em remanescente da Floresta Estacional Decidual na Região Central do Rio Grande do Sul a partir da análise da relação entre atributos edáficos e dois grupos fitossociológicos (G1 e G2. Características químicas e o percentual de argila do solo foram submetidos à análise da variância e suas relações com G1 e G2 foram avaliadas por análise de componentes principais (ACP. Para tanto, G1 e G2 foram classificados em 3 intervalos de declividade: 1-14º; 15-34º e 35-45º. Foram identificados Neossolo Litólico nas áreas declivosas e Neossolo Quartzarênico nas áreas planas. G1 na declividade 35-45º e G2 em 1-14º foram mais sensíveis à variação da qualidade química do solo. A relação dos grupos fitossociológicos com a qualidade química do solo aumentou proporcionalmente ao aumento de declividade. Relevo declivoso, pedogênese incipiente e material de origem sedimentar ressaltaram a fragilidade da área, o que valoriza a presença da floresta para a manutenção de serviços ambientais.

  19. Fenologia de três espécies de Myrsine l. em floresta secundária semidecídua no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Bauer

    2012-10-01

    Full Text Available Eventos vegetativos e reprodutivos de Myrsine lorentziana (Mez. Arechav., M. guianensis (Aubl. Kuntze e M. coriacea (Sw. R. Br. foram avaliados por dois anos, em Floresta Estacional Semidecidual secundária, no Parque Municipal Henrique Luís Roessler, Novo Hamburgo, RS, Brasil. Os eventos fenológicos foram relacionados a variáveis climáticas, e observou-se correlação negativa com a temperatura e o fotoperíodo em M. guianensis e M. coriaceae, na fenofase floração, enquanto na frutificação essa correlação ocorreu em M. lorentziana e M. coriaceae. M. guianensis foi a única espécie que apresentou correlação negativa da fenofase de frutos maduros com o fotoperíodo e a temperatura. Floração e frutos maduros constituíram eventos sazonais nas três espécies, que em conjunto fornecem alimento para a avifauna durante o ano todo. A presença de frutos imaturos, queda foliar e brotamento demonstrou ser um evento contínuo ao longo do ano. Nenhum evento fenológico se correlacionou com a precipitação, resultado esperado em ambientes sem períodos secos regulares.

  20. Modelos de regressão para estimação do volume de árvores comerciais, em florestas de Paragominas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Nobre da Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Em fevereiro de 2009, o Ministério do Meio Ambiente criou a Resolução CONAMA 406, que determina que, a partir do segundo Plano Operacional Anual (POA, só será aceito, pelo órgão ambiental competente, o cálculo do volume de árvores em pé, mediante equação de volume, desenvolvida especificamente para o Plano de Manejo Florestal Sustentável (PMFS. Em função disso, necessita-se especificar um modelo estatístico para estimar o volume comercial das árvores. Neste trabalho, ajustou-se o modelo estatístico às informações coletadas em povoamento de floresta Ombrófila densa, localizada no município de Paragominas, Estado do Pará, com o objetivo de selecionar o de melhor ajuste e precisão. A amostra foi composta de 234 árvores, distribuídas em sete classes diamétricas, com amplitudes de 12 cm, no intervalo de 49 até 127 cm. Obteve-se o volume real, medindo-se as circunferências nas secções, a cada 2 m, determinando-se o CAP e a altura comercial real. A seleção para a escolha do melhor modelo teve como referência o valor da estatística F, o mais alto coeficiente de determinação (R², o menor erro padrão da estimativa em percentagem (Syx% e a análise de resíduos, por meio do Desvio Médio Porcentual (DMP. Com base nas estatísticas mencionadas, concluiu-se que o melhor entre os modelos tradicionais, a ser empregado na área, foi o proposto por Schumacher-Hall. Finalmente, concluiu-se que o modelo alternativo, com variável dummy, é melhor e deve ser o adotado em florestas nativas da Amazônia.

  1. COMPOSIÇÃO E DENSIDADE DO BANCO DE SEMENTES EM UMA FLORESTA DE VÁRZEA, ILHA DO COMBU, BELÉM-PA, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arthur Viana Lau

    2014-10-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo caracterizar a composição e densidade do banco de sementes de um trecho de floresta de várzea localizada na Área de Proteção Ambiental (APA Ilha do Combu, no município de Belém, PA, Brasil. Foram alocadas sistematicamente 6 parcelas de 20 x 20m em três áreas da floresta distante 100m uma da outra perfazendo um total de 0,24ha. Em cada parcela foi utilizado um gabarito de madeira medindo 50 x 50 cm para a padronização e coleta de 20 amostras do banco de sementes do solo a 20 cm de profundidade desprezando-se a serapilheira. As 120 amostras foram depositadas em sacos plásticos de 30 litros e transportadas para o Horto Botânico localizado no campus de pesquisa do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG. As amostras foram distribuídas em recipientes plásticos medindo 36 cm x 5 cm de profundidade em um viveiro suspenso com sombrite a 50%. O experimento foi conduzido de maio a agosto de 2013 com a quantificação das plântulas a partir de 10 cm de altura e identificadas em nível de família, gênero, espécie e calculada a densidade média de plântulas. Para comparar a diversidade de espécies foram utilizados o índice de diversidade de Shannon-Wiener (H' e o índice de similaridade de Sorensen (S. Foram registradas 26 famílias, 38 gêneros e 41 espécies. As famílias mais representativas foram Poaceae, Asteraceae e Cyperaceae com quatro espécies cada e as espécies com maiores densidades foram Polybotrya caudata Kunze, Cecropia palmata Willd., Cyperus difformis L., Alternanthera tenella, Clidemia hirta (L. D. Don, Commelina erecta L. e Phyllanthus niruri L. A forma de crescimento herbácea foi dominante em todas as áreas. Foi registrado o índice de H'=0,86 nat-3ind para a área 1; H'=1,91 nats-3ind para a área 2 e H'=1,35 nats-3ind para a área 3 e a similaridade de S'=0,50 para a área 1; S'=0,48 para a área 2 e S'=0,50 para a área 3. A composição florística do banco de sementes foi

  2. Respostas da comunidade de formigas (Hymenoptera: Formicidae) ao ecótone eucalipto-floresta secundária em três paisagens de Minas Gerais

    OpenAIRE

    Braga, Danielle de Lima

    2014-01-01

    As bordas, ou ecótones, têm profundos efeitos sobre a dinâmica de espécies e comunidades em paisagens antropicamente modificadas. Com a amplificação das taxas de desmatamento e fragmentação de florestas, muitas espécies estão expostas a estes hábitats de borda. A maior exposição às bordas influencia o movimento de indivíduos através da paisagem, a interação entre espécies, a estrutura trófica da comunidade e os fluxos de recursos entre hábitas, modificando a dinâmica e proce...

  3. CRESCIMENTO INICIAL DE ESPÉCIES FLORESTAIS DE DIFERENTES GRUPOS SUCESSIONAIS EM RESPOSTA A DOSES DE FÓSFORO INITIAL GROWTH OF FOREST SPECIES OF DIFFERENT SUCCESSIONAL GROUPS IN RESPONSE TO PHOSPHORUS DOSES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ÁLVARO VILELA DE RESENDE

    1999-11-01

    Full Text Available Objetivando avaliar a resposta de espécies florestais ao fornecimento de P, conduziu-se um ensaio sob condições de casa de vegetação, cultivando-se mudas das espécies arbóreas pioneiras (aroeira - Lithraea molleoides; aroeirinha - Schinus terebinthifolius; jacaré - Piptadenia gonoacantha; sabiá - Mimosa caesalpiniaefolia; sesbânia - Sesbania virgata, clímax exigente em luz (jatobá - Hymenaea courbaril, e clímax tolerantes a sombra (guanandi - Calophyllum brasiliensis; ipê-amarelo - Tabebuia serratifolia; óleo-bálsamo - Myroxylon peruiferum. Utilizaram-se cinco doses de P, correspondentes a 0, 100, 250, 500 e 800 mg dm-3 de P. Foram avaliados o diâmetro do caule, a altura e a matéria seca de raízes, parte aérea e total das plantas. As espécies pioneiras foram mais responsivas ao fornecimento de P, indicando a necessidade do suprimento deste nutriente para o adequado desenvolvimento destas espécies. As espécies clímax mostraram-se pouco sensíveis ao suprimento de P, refletindo um baixo requerimento na fase de mudas. Diferenças em relação à taxa de crescimento e ao tamanho das sementes podem estar ligadas ao comportamento contrastante observado para espécies pioneiras e clímax.With the aim of evaluating the responses of forest species to phosphorus supply, an assay under greenhouse conditions was carried out, where seedlings of pioneer tree species (Lithraea molleoides, Schinus terebinthifolius, Piptadenia gonoacantha, Mimosa caesalpiniaefolia, Sesbania virgata, a light-demander climax species (Hymenaea courbaril, and the shade-tolerant climaxes species (Calophyllum brasiliensis, Tabebuia serratifolia, Myroxylon peruiferum were cultivated. Five phosphorus doses were used, corresponding to 0, 100, 250, 500 and 800 mg dm-3 of P. Stem diameter, height, and root, shoot and total dry matter yield of the plants were evaluated. The pioneers species were more responsive to phosphorus furnishing, indicating the need of

  4. ANÁLISE DAS AÇÕES DO POLO DE EXCELÊNCIA EM FLORESTAS PARA A INOVAÇÃO E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A O SETOR FLORESTAL EM MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Luísa da Costa Lage

    2016-06-01

    Full Text Available A inovação tecnológica assume destaque por manifestar-se como a mais importante força do crescimento econômico. O objetivo deste estudo foi compreender as ações realizadas pelo Polo de Excelência em Florestas em busca da inovação no setor florestal de Minas Gerais. A teoria utilizada discorre sobre o Sistema de Inovação e a Hélice Tríplice, como fundamento para a articulação entre governo, universidade e setor privado na promoção da inovação. Trata-se de uma pesquisa descritiva realizada por meio de análise documental, observação e entrevistas semiestruturadas. Utilizou-se o modelo de processo de inovação de Bessant e Tidd (2009 para analisar em que níveis se concentravam as ações na busca pela inovação. Os resultados da pesquisa apontam que Polo de Excelência em Florestas desenvolveu, entre 2007 e 2013, essencialmente, projetos que buscam gerar inovação, em estágio primário, e quatro deles em estágio de seleção da inovação, em estágio secundário. Destaca-se o projeto Sistema de Informação Florestal, responsável pela criação do Centro de Inteligência Florestal (CIFlorestas, da Biblioteca Virtual Florestal e do Bureau de Inteligência Florestal, como resultados dos esforços do Polo em se tornar referência no setor florestal. 

  5. Estrutura e armazenamento de água em um Argissolo sob pastagem cultivada, floresta nativa e povoamento de eucalipto no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Eduardo Akiyoshi Sanches Suzuki

    2014-02-01

    Full Text Available Práticas pouco adequadas de manejo têm ocasionado a compactação e a degradação da estrutura do solo. Identificar atributos que melhor representem essas alterações são relevantes na recuperação e na indicação de práticas para evitar danos na estrutura do solo. Objetivou-se avaliar o impacto de diferentes usos em atributos estruturais e hídricos de um Argissolo Vermelho. O estudo foi realizado no município de Butiá, na região fisiográfica da Serra do Sudeste do Estado do Rio Grande do Sul, em um Argissolo Vermelho distrófico. As áreas analisadas corresponderam a: floresta antropizada constituída por espécies arbóreas e arbustivas (Floresta; pastagem com cinco anos de idade, com braquiária brizanta (Brachiaria brizantha consorciada com pensacola (Paspalum lourai e trevo (Trifolium sp. (Pastagem; povoamento de Eucalyptus saligna com 20 anos de idade (Eucalipto 20; e plantio clonal de Eucalyptus saligna conduzido em segunda rotação, com 4,5 anos de idade (Eucalipto 4,5. Avaliaram-se nessas áreas a textura, a condutividade hidráulica, a porosidade, a densidade, o diâmetro médio ponderado de agregados (DMP, a curva de retenção de água, a distribuição do tamanho de poros e o parâmetro S, obtendo-se as seguintes conclusões: até a camada de 0,10 m na Pastagem, e 0,40 m no Eucalipto 4,5, os agregados foram formados pela ação da textura e matéria orgânica e pelo efeito compressivo, decorrente do pisoteio dos bovinos e da colheita do eucalipto. Conforme a profundidade aumentou, ocorreu redução do DMP de agregados, em razão da diminuição da matéria orgânica, e aumento do cascalho, especialmente para as áreas de Pastagem e Eucalipto 4,5, e ao menor efeito da compressão do solo. A textura e a matéria orgânica evidenciaram influência na agregação do solo e, mesmo em pequena proporção, o cascalho reduziu o DMP de agregados, pois sua baixa reatividade e seu maior diâmetro dificultaram a formação de

  6. Estrutura fitossociológica, estoques de volume, biomassa, carbono e dióxido de carbono em Floresta Estacional Semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Agostinho Lopes de Souza

    2012-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar o estoque e o crescimento em volume, biomassa, carbono e dióxido de carbono em duas áreas de Floresta Estacional Semidecidual Submontana em estágios médio e médio/avançado de sucessão da vegetação secundária. Foram utilizados dados de inventários de parcelas permanentes medidas em 2002 e 2007. Para determinar as densidades básicas da madeira e da casca das árvores, foram selecionadas espécies que apresentavam maiores porcentuais em volume e, no mínimo, cinco indivíduos. Na área em estágio médio de sucessão da vegetação secundária, os crescimentos em volume, biomassa, carbono e dióxido de carbono do estrato arbóreo foram, respectivamente, 1,49 m³.ha-1.ano-1, 0,27 tB.ha-1.ano-1, 10,13 tC.ha-1.ano-1 e 0,50 tCO2.ha-1.ano-1. A área em estágio médio avançado de sucessão apresentou 3,78 m³.ha-1.ano-1, 1,54 tB.ha-1.ano-1, 0,768 tC.ha-1.ano-1 e 2,82 tCO2.ha-1.ano-1, o que denota taxas de crescimento relativo do estoque de dióxido de carbono de 0,37% na área em estágio médio de sucessão e 1,05% na área em estágio médio avançado. As espécies com maiores estoques e crescimentos na área em estágio médio foram de Mabea fistulifera, Apuleia leiocarpa, Pouteria torta, Brosimum guianense e Pseudopiptadenia contorta e, na área em estágio médio avançado de sucessão, foram Pseudopiptadenia contorta, Mabea fistulifera, Apuleia leiocarpa, Brosimum guianense, Tapirira guianensis e Cupania oblongifolia.

  7. TIPOS POLÍNICOS COLETADOS POR Tetragonisca angustula (LATREILLE, 1811 EM UM FRAGMENTO DE FLORESTA ATLÂNTICA NO ESPÍRITO SANTO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Filipe Torres

    2015-06-01

    Full Text Available A identificação da dieta de abelhas é fundamental para o conhecimento da biologia e da ecologia destes insetos. Aqui apresentamos a identificação dos tipos polínicos coletados por Tetragonisca angustula em um fragmento de Floresta Atlântica no Espírito Santo. As amostras de pólen foram coletadas durante 12 meses no Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça (PECF. Os indivíduos estudados foram capturados com rede entomológica e as pelotas de pólen foram removidas de suas corbículas. Para identificação dos tipos polínicos, os grãos de pólen foram acetolisados, montados em lâminas e analisados em microscopia de luz (ML. Foram identificados 32 tipos polínicos pertencentes a 16 famílias de angiospermas. Fabaceae e Myrtaceae apresentaram a maior riqueza de tipos polínicos, com cinco tipos cada. A maior diversidade de tipos polínicos foi encontrada nos meses de setembro e outubro. A diversidade de famílias botânicas visitadas por T. angustula confirma o hábito generalista desta espécie e permite verificar que o PECF é um importante refúgio para esta espécie de abelha nativa.

  8. Avaliação da postura de trabalhadores nas atividades de plantio e adubação em florestas plantadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaine Vosniak

    2011-10-01

    Full Text Available Objetivou-se, com este trabalho, realizar uma avaliação das posturas adotadas pelos trabalhadores, nas atividades de plantio e adubação, em florestas plantadas, na região do Norte Pioneiro, Estado do Paraná. A avaliação das posturas foi realizada por meio de fotografias, filmagens e análise das cargas manuseadas pelos trabalhadores, sendo os dados, submetidos à análise no programa "Winowas" de análises de posturas. A população estudada foi composta por 13 trabalhadores, sendo seis no plantio e sete na adubação. Os resultados da atividade geral de plantio indicaram que as posturas adotadas foram prejudiciais à saúde dos trabalhadores e classificadas na Categoria 3, necessitando-se da adoção de melhorias com relação à ergonomia. Na atividade de adubação, as posturas foram classificadas na Categoria 1 e 3, sendo necessária a adoção de melhorias, com relação à ergonomia, em curto prazo. Em ambas as atividades, os trabalhadores permaneceram, a maior parte da jornada de trabalho, com as costas curvadas e manuseando cargas acima do limite estabelecido, situação prejudicial à saúde.

  9. A produção de Serapilheira em uma Floresta Estacional Decidual na Região do Pontal-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicolas Fernandes Martins

    2012-12-01

    Full Text Available Durante o período de um ano, foram avaliadas a quantidade de serapilheira depositada e a sazonalidade de sua queda em um ecossistema de Floresta Estacional Decidual, próximo ao município de Ituiutaba-MG. . Para o estudo foram utilizados 20 coletores de madeira e de formato quadrado e circular, tendo 50 por 50 cm de largura, sendo o chamado de EG, os de 25 por 25 cm chamados de G formato quadrados sendo os circulares de 15 cm de raio chamados de M e os de 9 cm de raio denominados de P. Foram distribuídos de maneira aleatória numa reserva permanente. O material depositado foi coletado mensalmente, separado em diferentes frações, secado em uma estufa e posteriormente pesado. O trabalho fora desenvolvido na fazenda Três Irmãos, localizado a 20 km do Município de Ituiutaba (sentido a Uberlândia na BR-365. Dessa forma este estudo teve por objetivos quantificar a produção anual de serapilheira e correlações com as variáveis climáticas. O principal componente da serrapilheira fora as folhas, e os meses maiores totais de deposição da serapilheira ocorreram nos meses de novembro e dezembro diferentes de muitos trabalhos na literatura. O total de serapilheira registrada em todos os coletores foi de 8975 kg.ha-1 e no coletor EG onde a amostragem dos dados foram melhores obtivemos um decorrência de serrapilheira num total 4101 kg.ha-1, sendo 2611 kg.ha-1 (63,66% de folhas, 704 kg.ha-1 (17,16 % de caule, 453 kg.ha-1 (11,04 % de frutos e 333 kg.ha-1 (8,12% de material indiferenciado. A precipitação pluviométrica não fora o fator principal para a queda das folhas, devido a floresta estacional ter passado por uma perturbação não compreendida pelo estudo. O melhores resultados foram referentes a temperatura, quando ouve uma elevação na temperatura tivemos maior produção de serapilheira.

  10. Modelagem da distribuição diamétrica de espécies florestais em um fragmento de floresta ombrófila mista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Enrique Orellana

    2014-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho das funções densidade de probabilidade (fdp Weibull 3 Parâmetros (3P e Beta ajustadas pelo método da Máxima Verossimilhança para descrever a distribuição diamétrica de espécies arbóreas de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista. A área de estudo faz parte da Floresta Nacional de Irati (FLONA, onde foram instaladas 25 parcelas permanentes (100 m x 100 m com área total amostrada de 25 ha e, para os ajustes, foram utilizados dados de todas as árvores com diâmetro à altura do peito (DAP superior ou igual a 10 cm. Os ajustes foram feitos para as 20 espécies com maior valor de importância (VI com dados agrupados em classes de 5 cm de DAP. A programação não linear (PNL foi utilizada com o objetivo de minimizar os desvios entre valores observados e estimados. Para avaliação dos ajustes, foram utilizados os testes de aderência de Kolmogorov-Smirnov e de Hollander-Proschan, além do Erro-Padrão de Estimativa (% e Índice de Reynolds. Os resultados indicaram que as funções Weibull 3P e Beta apresentaram resultados satisfatórios, que ambas poderiam ser recomendadas para avaliar a distribuição diamétrica das espécies consideradas e que o uso da PNL nem sempre melhorou os ajustes.

  11. Nutrientes na solução do solo em floresta de terra firme na Amazônia Central submetida à extração seletiva de madeira1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ferreira Sávio J. Filgueiras

    2006-01-01

    Full Text Available Os solos de terra firme da Amazônia Central, na sua maioria, são ácidos, pobres em nutrientes e a manutenção da floresta sobre esses solos é garantida pela ciclagem de nutrientes, praticamente fechada. A substituição de floresta por pastagens ou outras atividades agrícolas leva à diminuição de nutrientes do compartimento biomassa, podendo comprometer os processos de ciclagem no solo, pois plantas absorvem nutrientes que presentes na solução do solo. Para entender o efeito de retirada de árvores, foi realizado um estudo em uma área de floresta de terra firme na Amazônia Central submetida à extração seletiva de madeira (6-10 árvores, ou 34 m³ ha-1 de madeira localizada 80 km ao norte de Manaus, foram determinados os teores NO3-, NH4+, K+, Ca2+, Mg2+ e Na+ na solução do solo na camada de 0-30 cm. O experimento constou de três blocos, cada um contendo uma parcela controle e uma que sofreu o corte seletivo de árvores, todos sobre um Latossolo Amarelo álico de textura muito argilosa. As medidas foram realizadas durante 13 meses, em cinco tratamentos em cada bloco: controle (floresta intacta, centro de clareira, borda de clareira, borda da floresta remanescente e floresta remanescente. Os teores de potássio, cálcio, magnésio e sódio mostraram diferenças significativas entre os tratamentos. As quantidades dos íons amônio e nitrato foram as menos afetadas. Os valores mais elevados foram geralmente encontrados nos tratamentos centro de clareira e borda de clareira. A maior diferença ocorreu na quantidade de sódio na solução do solo, que chegou a mais de 5 kg ha-1, no centro de clareira de dois blocos, praticamente o dobro da encontrada nas suas respectivas parcelas controles. As concentrações mais baixas dos nutrientes na solução do solo da floresta intacta (controle e da floresta remanescente, confirmam a eficiência da floresta na ciclagem de nutrientes. Porém, no centro de clareira, além da remoção de

  12. Aporte e decomposição de serapilheira em Floresta Estacional Decidual na região do Alto Uruguai, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Turchetto

    2014-12-01

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo analisar e descrever a dinâmica sazonal da deposição e decomposição de serapilheira na Floresta Estacional Decidual da região do Médio Alto Uruguai, RS. Para a determinação da deposição de serapilheira foram instalados 20 coletores de 1 m2 em uma área de um hectare, sendo realizadas avaliações mensais. Para a amostra da serapilheira acumulada nas estações sazonais, foram coletadas 20 amostras aleatórias em molduras de 25 cm x 25 cm. O material coletado foi identificado e separado nas frações: folhas, galhos e miscelânea. Após a estratificação, as amostras foram secas em estufa a 70 oC e pesadas. A deposição anual de serapilheira foi estimada em 7,14 t.ha-1, sendo composta por 58,54% de folhas, 28,69% de galhos e 12,77% de miscelânea. A deposição de serapilheira total foi contínua ao longo do período de estudo, apresentando modelo sazonal, com os maiores valores no final do inverno e início da primavera. O estoque médio de serapilheira foi estimado em 6,50 t.ha-1. A taxa de decomposição foi de 1,097, constatando-se a rápida mineralização da serapilheira produzida.

  13. Regeneração pós-fogo em um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual no município de Viçosa, MG.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião Venâncio Martins

    2010-08-01

    Full Text Available Estudou-se a vegetação colonizadora seis meses após perturbação por fogo, em uma área do Campus da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa (20o 45' S, 42o 51' W , MG. A área total de floresta secundária atingida por incêndio foi de 12 hectares, apresentando níveis diferenciados de destruição da vegetação. O estudo concentrou-se no trecho onde o efeito do fogo foi mais drástico, com a destruição total da cobertura vegetal. Dentro da área de estudo, foram comparadas duas toposseqüências de relevo: côncavo (ravina e convexo (crista. Em cada toposseqüência, foram instaladas dezoito parcelas contíguas de 5x5 m, totalizando 36 parcelas, nas quais foram identificadas todas as plantas vasculares. No total, foram amostradas 75 espécies, pertencentes a 26 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram: Asteraceae (14, Poaceae (10, Malvaceae (7 e Fabaceae (6. Na toposseqüência crista as espécies com maior valor de cobertura foram: Sida carpinifolia seguida de Melinis minutiflora, Diodia alata e Eupatorium laevigatum, e na ravina: Melinis minutiflora, Eupatorium laevigatum, Sida carpinifolia e Sidastrum paniculatum. Todas as parcelas apresentaram mais de 90% da área coberta por vegetação herbácea e subarbustiva, destacando a importância dessa vegetação inicial na proteção do solo contra processos erosivos em relevos acidentados.

  14. Regeneração pós-fogo em um fragmento de floresta estacional semidecidual no município de Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião Martins Venâncio

    2002-01-01

    Full Text Available Estudou-se a vegetação colonizadora seis meses após perturbação por fogo, em uma á rea do Campus da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa (20o 45’ S, 42o 51’ W , MG. A á rea total de floresta secundá ria atingida por incê ndio foi de 12 hectares, apresentando níveis diferenciados de destruição da vegetação. O estudo concentrou-se no trecho onde o efeito do fogo foi mais drá stico, com a destruição total da cobertura vegetal. Dentro da á rea de estudo, foram comparadas duas toposseqüê ncias de relevo: côncavo (ravina e convexo (crista. Em cada toposseqüê ncia, foram instaladas dezoito parcelas contíguas de 5x5 m, totalizando 36 parcelas, nas quais foram identificadas todas as plantas vasculares. No total, foram amostradas 75 espécies, pertencentes a 26 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram: Asteraceae (14, Poaceae (10, Malvaceae (7 e Fabaceae (6. Na toposseq üê ncia crista as espécies com maior valor de cobertura foram: Sida carpinifolia seguida de Melinis minutiflora, Diodia alata e Eupatorium laevigatum, e na ravina: Melinis minutiflora, Eupatorium laevigatum, Sida carpinifolia e Sidastrum paniculatum. Todas as parcelas apresentaram mais de 90% da á rea coberta por vegetação herbá cea e subarbustiva, destacando a importâ ncia dessa vegetação inicial na proteção do solo contra processos erosivos em relevos acidentados.

  15. REGENERAÇÃO PÓS-FOGO EM UM FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião Venâncio Martins

    2001-12-01

    Full Text Available Estudou-se a vegetação colonizadora seis meses após perturbação por fogo, em uma área do Campus da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa (20o 45’ S, 42o 51’ W , MG. A área total de floresta secundária atingida por incêndio foi de 12 hectares, apresentando níveis diferenciados de destruição da vegetação. O estudo concentrou-se no trecho onde o efeito do fogo foi mais drástico, com a destruição total da cobertura vegetal. Dentro da área de estudo, foram comparadas duas toposseqüências de relevo: côncavo (ravina e convexo (crista. Em cada toposseqüência, foram instaladas dezoito parcelas contíguas de 5x5 m, totalizando 36 parcelas, nas quais foram identificadas todas as plantas vasculares. No total, foram amostradas 75 espécies, pertencentes a 26 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram: Asteraceae (14, Poaceae (10, Malvaceae (7 e Fabaceae (6. Na toposseqüência crista as espécies com maior valor de cobertura foram: Sida carpinifolia seguida de Melinis minutiflora, Diodia alata e Eupatorium laevigatum, e na ravina: Melinis minutiflora, Eupatorium laevigatum, Sida carpinifolia e Sidastrum paniculatum. Todas as parcelas apresentaram mais de 90% da área coberta por vegetação herbácea e subarbustiva, destacando a importância dessa vegetação inicial na proteção do solo contra processos erosivos em relevos acidentados.

  16. Estrutura de taxocenose de lagartos em um fragmento de floresta atlântica no nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Laranjeiras, Daniel Orsi

    2012-01-01

    Foi investigada a contribuição dos fatores ecológicos e históricos, na determinação dos padrões de estruturação da taxocenose de lagartos de um fragmento de floresta atlântica, analisando parâmetros de utilização do espaço, composição da dieta e morfometria das espécies. A coleta dos lagartos foi realizada através da utilização de armadilhas e de procura visual ativa. Foram registradas 16 espécies pertencentes a 8 famílias. A análise de componentes principais revelou um agrupamento no espaço ...

  17. Teor de fenólicos e atividade antioxidante de própolis em áreas de floresta e savana de Roraima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Antonio Mendonça Alves da Costa

    2016-12-01

    Full Text Available Neste trabalho objetivou-se estudar própolis produzidas em Roraima por Apis mellifera com base na composição química e atividade antioxidante. Coletou-se amostras em áreas de floresta (MJ e savana (BF para posterior obtenção dos extratos etanólicos. Quantificou-se fenólicos e flavonoides, e determinou-se a atividade antioxidante por diferentes métodos. BF apresentou maior teor de fenólicos (40,89 mg ácido gálico/g própolis, flavonoides (3,41 mg quercetina/g; própolis 4,75 mg pinocembrina/g própolis e se destacou com 85,89 µmol trolox/g própolis no ensaio com DPPH. No entanto, por β-caroteno/ácido linoleico o percentual praticamente não variou entre MJ (85,88% e BF (84,98%.

  18. Quantificação de biomassa e estocagem de carbono em uma floresta estacional semidecidual, no Parque Tecnológico de Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Moreira Miquelino Eleto Torres

    2013-08-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram quantificar a biomassa e a estocagem de carbono em uma Floresta Estacional Semidecidual,com área de 44,11 ha, localizado no Parque Tecnológico de Viçosa, MG e avaliar as diferenças entre as metodologias de quantificação de biomassa propostas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças do Clima (IPCC e utilizando equações regionais. Para a quantificação da biomassa e estocagem de carbono da área utilizou-se duas metodologias distintas, uma com equações regionais e outra sugerida pelo IPCC. Os estoques totais de biomassa e de carbono foram de 116,98 t ha-1 e 56,31 t ha-1,respectivamente, pela metodologia de equações regionais, considerando os valores acima e abaixo do solo, sub-bosque e serapilheira. E pela metodologia sugerida pelo IPCC, os estoques totais de biomassa e de carbono foram de 107,59 t ha-1 e 48,70 t ha-1, respectivamente. De acordo com os resultados a metodologia do IPCC subestimou a biomassa e o carbono em relação às equações regionais.

  19. A FLORESTA EM MEDIAÇÕES: Mídias, Discursos e Recepções pelos Marajós

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Pantoja Silva

    2011-01-01

    Full Text Available O artigo trata da relação entre os meios de comunicação e educação no município de Melgaço, no Marajó das Florestas/ Pa, sobretudo em comunidades do roteiro Tajapuru que deixam ver o quanto o acesso às mídias já atravessou as redes da cultura de tradição oral e osespaços geográficos do município. Com objetivo de compreender a articulação dos meios de comunicação na prática pedagógica da escola e as interações externas dos alunos com essa nova representação social da realidade através das mídias, elaboramos pesquisa de campo, do tipo pesquisa-ação (THIOLLENT, 1998, com alunos (de 3ª a 7ª séries da rede pública de ensino municipal em 2010. Com base na teoria da recepção em Baccega (1998 e Martín-Barbero (2001, analisamos esta incorporação midiática a partir da escola, vista como lugar das mediações. Os resultados mostraram a incipiente inserção da mídia à prática educativa em Língua Portuguesa, mas também abriram caminhos para outras perspectivas de letramento eseus novos significados no dia a dia da sala de aula.

  20. Agaricales em áreas de Floresta Ombrófila Densa e plantações de Pinus no Estado de Santa Catarina, Brasil Agaricales in Atlantic rain forest and Pinus plantations in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Karstedt

    2008-12-01

    Full Text Available Os sistemas florestais de Santa Catarina são poucos estudados em relação à diversidade de Agaricales. O objetivo deste trabalho foi determinar e comparar a diversidade de Agaricales em dois sistemas florestais, no município de Joinville, SC. Parcelas de 20×20 m foram estabelecidas: três em Floresta Ombrófila Densa e três em plantações de Pinus. Basidiomas de fungos agaricóides foram coletados em janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro/2004. Foram identificadas 40 espécies, 31 na Floresta e 10 nas plantações. A família mais representada foi Tricholomataceae, com 48% das espécies registradas na Floresta. As espécies com maior abundância relativa foram Camarophyllus buccinulus (41% na Floresta e Lactarius cf. fragilis (53% nas plantações. As mesmas espécies foram também as mais freqüentes, com 44% e 78% de freqüência de ocorrência, respectivamente. Considerando a riqueza de espécies e o índice de diversidade de Shannon, o estudo sugere que há maior diversidade de Agaricales na Floresta do que nas plantações de Pinus.Forest systems in Santa Catarina state are virtually unknown regarding Agaricales diversity. Our goal was to determine and compare the Agaricales diversity of two forest systems in Joinville municipality, SC. Plots of 20×20 m were established: three in the Atlantic rain forest and three in Pinus plantations. Basidiomata of Agaricales were collected in January, March, May, July, September and November/2004. Forty species were identified, 31 in the forest and 10 in the plantations. Tricholomataceae was the most important family, with 48% of the species found in the forest. The species with the highest relative abundance were Camarophyllus buccinulus (41% and Lactarius cf. fragilis (53% in the forest and in the plantations, respectively. These were also the most frequent species recovered in the forest and in the plantations, with frequency values of 44% and 78%, respectively. Considering species

  1. Obtenção do saldo de radiação em áreas de pastagem e floresta na amazônia (estação seca através do sensor MODIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Antonio Costa dos Santos

    2014-09-01

    Full Text Available O principal objetivo deste estudo foi analisar de forma comparativa a estimativa do saldo de radiação à superfície (Rn a partir de imagens orbitais com dados de superfície medidos, bem como os componentes do Rn, para dois diferentes tipos de cobertura vegetal (pastagem e floresta sob condições atmosféricas tropical-úmida. Este estudo foi realizado no estado de Rondônia, no noroeste do Brasil. Para realizar as análises através de técnicas de sensoriamento remoto foram utilizadas sete imagens orbitais do sensor MODIS a bordo do satélite Aqua, para a aplicação do algoritmo e os dados de superfície medidos por duas torres micrometeorológicas, sendo instaladas em área de pastagem e de floresta. Os principais resultados obtidos a partir das imagens MODIS mostram erro percentual (EP máximos e mínimos coerentes para o Rn de 3% e 0,02%, para a área de floresta e para a área de pastagem apresentou valores de EP de 10% e 0,7%. Esses resultados mostram que o sensoriamento remoto orbital é uma ferramenta importante e eficaz em estudos hidrológicos e ambientais.

  2. Phytosociology and structure in a alluvial deciduous forest fragment in Santa Maria - RS = Fitossociologia e estrutura de um fragmento de Floresta Estacional Decidual Aluvial em Santa Maria - RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jonas Eduardo Bianchin

    2013-12-01

    Full Text Available The forest environments are profoundly altered, mainly due to human action. Specially the alluvial forests, which by its location and ecological function should be preserved and restored, for that it is essential to know the phytosociological and forest structure. The objective of this study was to evaluate the phytosociological parameters and structure of a fragment of Alluvial Deciduous Forest in Santa Maria, RS. For this, we measured 74 contiguous plots of 10 x 10 m (100 m², and considered all individuals with CBH greater than 10 cm. Thus, we identified 32 species, mostly pioneer species, from 19 families. The number of species sampled in the fragment was low, while the dead individuals showed relatively high amount, which is possibly due to human interventions in the area and the process of secondary succession. Some species, such as Casearia sylvestris, Symplocos uniflora, Mimosa bimucronata, Lithrea molleoides and Zanthoxylum rhoifollium stood out with higher rates of phytosociological parameters, with a predominance of the first two. Similarly, analysis of the Expanded Importance Value showed that C. sylvestris and S. uniflora are the most important species of the fragment, as they are more evenly distributed across all vertical strata. = As formações florestais encontram-se alteradas, sobretudo devido à ação antrópica. Principalmente as florestas aluviais, que por sua localização e função ecológica, devem ser preservadas e recuperadas, para isso é fundamental conhecer a fitossociologia e estrutura da floresta. Assim, objetivou-se com este trabalho avaliar os parâmetros fitossociológicos e estrutura de um fragmento de Floresta Estacional Decidual Aluvial em Santa Maria, RS. Para isso, foram mensuradas 74 parcelas contíguas de 10 x 10 m (100 m², e considerados todos os indivíduos com CAP maior que 10 cm. Foram identificadas 32 espécies, na sua grande maioria espécies pioneiras, pertencentes a 19 famílias botânicas. O

  3. Riqueza e estrutura do componente arbóreo e características edáficas de um gradiente de floresta ciliar em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscyla Maria Silva Rodrigues

    2013-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo relacionar as variações na riqueza e estrutura da comunidade arbórea com variáveis edáficas em um gradiente de floresta ciliar, no Parque Estadual da Mata Seca, Norte de Minas Gerais. Os estudos das variáveis edáficas e da diversidade e estrutura da vegetação arbórea (DAP ≥ 5 cm foram conduzidos em 39 parcelas de 400 m², divididas equitativamente em três trechos previamente selecionados, sendo eles: São Francisco (menor teor de umidade, Meio (alagamento durante a maior parte do ano e Lagoa da Prata (alagamento durante a estação chuvosa. A análise de solo superficial (0 a 20 cm evidenciou diferenças significativas entre os diferentes trechos florestais. Nos três ambientes foram amostrados 2.482 indivíduos, pertencentes a 36 espécies, 31 gêneros e 16 famílias botânicas. Houve diferença significativa nos diferentes trechos no índice de diversidade de Shannon, número de indivíduos, área basal e dominância absoluta. A distribuição diamétrica da comunidade apresentou grande número de indivíduos nas menores classes, decrescendo gradualmente. Vale salientar que a área basal e a densidade de indivíduos obtiveram correlações significativas com a maior parte das variáveis edáficas analisadas. Assim, a estrutura dos três trechos estudados está correlacionada com os fatores texturais, químicos e umidade do solo, ocasionando variações fitossociológicas nas comunidades estudadas.

  4. Chuva de sementes de espécies lenhosas florestais em mosaicos de floresta com Araucária e campos no Sul do Brasil Seed rain of woody species in mosaics of Araucaria forest and grasslands in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melina Marchesini Grassotti dos Santos

    2011-03-01

    Full Text Available Mecanismos de dispersão de diásporos e recrutamento de plântulas evitam a competição intra-específica e possibilitam a colonização de novos ambientes. Em áreas de transição entre florestas e vegetação campestre esses processos não são aleatórios, e sim associados muitas vezes a indivíduos lenhosos isolados em tais áreas de campo ou a formações arbustivas. No sul do Brasil, as Florestas com Araucária formam mosaicos com áreas campestres e observa-se o avanço da floresta sobre os campos. O estudo teve como objetivo avaliar a chuva de sementes de espécies lenhosas florestais associadas a áreas de ecótonos de Floresta com Araucária e campos e a indivíduos lenhosos isolados na matriz campestre. Os estudos foram realizados no Centro de Pesquisas e Conservação da Natureza Pró-Mata PUCRS, em São Francisco de Paula, RS, em vegetação campestre excluída de fogo e de pastejo há 16 anos, circundada por florestas. A chuva de sementes foi avaliada mensalmente por um período de oito meses com o uso de coletores que foram posicionados em ecótonos de floresta e campos com diferentes fisionomias e sob indivíduos lenhosos isolados na matriz campestre. Tais ambientes foram comparados através de análise de variância univariada e multivariada para verificar padrões de chuva de sementes. Os resultados indicaram que a dispersão de sementes em áreas campestres ocorre preferencialmente associada a indivíduos isolados de Araucaria angustifolia e a formações arbustivas de Baccharis uncinella e que tais ambientes funcionariam como extensões de condições mais semelhantes à floresta na matriz campestre.Mechanisms of seed dispersal and recruitment avoid intraspecific competition and allow plants to colonize new habitats. In transition areas between forest and grassland, these processes are not spatially random, but are often associated with isolated woody individuals in the grassland or with areas of continuous shrub cover. In

  5. ASPECTOS DA BIOLOGIA REPRODUTIVA DE Drimys brasiliensis Miers (WINTERACEAE EM FLORESTA OMBRÓFILA MISTA, SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Mariot

    2014-01-01

    Full Text Available Drimys brasiliensis Miers, locally known as “cataia” or “casca-de-anta”, is a native tree of “Floresta Ombrófila Mista”, in Brazil. Its bark has been used for medicine, through the exploitation of plants of natural populations. The present work aimed to study aspects of reproductive biology of Drimys brasiliensis in order to establish strategies for sustainable management and conservation, in order to generate alternative income from the exploitation of this non-timber forest product. Studies about reproductive phenology (296 plants during 2 years and a half, pollination and dispersal ecology, and floral biology were realized. The flowering season occurred the summer, with its peak in January. There are unripe fruits throughout the year, becoming ripe fruits as the temperature increases. There is a superposition of unripe and ripe fruit phenology from different flowering seasons. Ripe fruits are then, available for animals throughout the year. Hymenopteras are flower visitors with major potential for gene flow via pollen, but their frequency is low, like others flowers visitors, despite the high flowers production and pollen viability. Therefore, the highest fruit production which was seen comes from self-fecundation. The primary fruit dispersers are rare, birdsbeing observed. However, the secondary dispersal of seeds that reach the ground by barocory is high.

  6. Geoestatística na avaliação dos atributos físicos em latossolo sob floresta nativa e pastagem na Região de Manicoré, Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Eleotério de Aquino

    2014-04-01

    Full Text Available A utilização das técnicas geoestatísticas permite detectar a existência da dependência e distribuição espacial dos atributos do solo, constituindo importante ferramenta na análise e descrição detalhada do comportamento dos atributos físicos do solo. Este trabalho teve como objetivo o uso da geoestatística na avaliação dos atributos físicos em Latossolo sob floresta nativa e pastagem na região de Manicoré no Amazonas. Nas áreas de floresta nativa e pastagem, foram estabelecidas malhas com dimensão 70 × 70 m e demarcados pontos nessas malhas espaçados a cada 10 m, totalizando 64 pontos. Esses pontos foram georreferenciados e, em seguida, foram feitas as coletadas de solo em cada ponto da malha nas camadas de 0,00-0,20 e 0,40-0,60 m para determinação dos atributos físicos, totalizando 128 amostras de solo em cada malha. Essas malhas encontram-se paralelas com uma distância uma da outra de 100 m e o solo nessas áreas é classificado como Latossolo. Determinaram-se textura, densidade do solo e de partículas, macroporosidade, microporosidade, porosidade total e estabilidade dos agregados em água. Após a tabulação dos dados, foram realizadas análises estatísticas descritivas e geoestatística. A pastagem apresentou leve variação nos seus atributos físicos em relação à floresta nativa, com coeficiente de variação alto e dependência espacial fraca. Os semivariogramas escalonados conseguiram reproduzir de forma satisfatória o comportamento espacial dos atributos no mesmo padrão dos semivariogramas individuais, e o uso do parâmetro alcance do semivariograma mostrou-se eficiente para determinar a densidade amostral ideal para os ambientes em estudo. Os resultados geoestatísticos indicaram que a retirada da floresta nativa para a implantação da pastagem alterou a variabilidade natural dos atributos físicos.

  7. Análise do mosaico silvático em um fragmento de floresta tropical estacional no sudeste do Brasil Silvatic mosaic analysis in a fragment of a tropical seasonal forest in southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Cardoso Leite

    2008-06-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na "Mata da Câmara", um fragmento de floresta estacional semidecídual localizado em São Roque, SP, e teve como objetivos a identificação e análise do mosaico silvático, discutindo-se a arquitetura atual da floresta e inferindo sobre sua dinâmica de construção. Utilizou-se o método de inventário de linhas interceptadas, em que se amostraram três áreas de 50 × 105 m. Os resultados indicaram que as porcentagens de área ocupada por ecounidades em equilíbrio 2A foram de 46,8%, 48,6% e 75,7%, respectivamente nas três áreas estudadas. Pode-se concluir que na área A há uma floresta jovem, na área B uma floresta em fase de pré-maturidade com sinais de perturbações recentes e antigas e na área C uma floresta madura com alguns sinais de perturbações antigas. Comparando os resultados desta análise com aqueles obtidos através de levantamento fitossociológico, realizado na mesma área, a análise silvigenética mostrou ser mais uma importante ferramenta para discussão da dinâmica florestal, mas que em alguns caso tende a superestimar o grau de maturidade das florestas. No contexto dos fragmentos florestais remanescentes do Estado de São Paulo, pode-se dizer que a Mata da Câmara representa uma área de floresta relativamente bem preservada.This study was carried out in "Mata da Câmara", a fragment of a seasonal semideciduous forest, in São Roque - SP, Brazil. The objective of the present work was to identify and analyze the silvatic mosaic, by discussing its current architectural aspects and inferring about its construction dynamics. The line-intercept inventory method was used in three 50 x 105 m areas. The results showed that percentages of the area occupied by 2A steady-state eco-units, were 46.8%, 48.6%, and 75.7% for areas A, B and C respectively. It can be concluded that there is a young forest in area A; a pre-mature forest with signs of both recent and old disturbances in area B, and in

  8. DISTRIBUIÇÃO E RIQUEZA DE ESPÉCIES ARBÓREAS RARAS EM FRAGMENTOS DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA AO LONGO DE UM GRADIENTE ALTITUDINAL, EM SANTA CATARINA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago de Souza Ferreira

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMOEste estudo teve por objetivo analisar como a distribuição e riqueza de espécies raras em fragmentos de Floresta Ombrófila Mista ocorrem ao longo de um gradiente altitudinal. Para isso, espécies arbóreas (diâmetro à altura do peito > 5 cm foram amostradas em 10 fragmentos florestais localizados em diferentes pisos altitudinais do Planalto Sul-Catarinense, em uma área total de 10 ha. As espécies que apresentaram número de indivíduos igual ou inferior a 2 em pelo menos um fragmento foram classificadas como raras. A distribuição das espécies foi verificada por meio de dendrograma construído a partir do índice de distância florística de Jaccard e do algoritmo de agrupamento UPGMA. A riqueza total de espécies por fragmento e o número de espécies raras foram comparados entre as subformações montana e alto-montana, por meio do teste de Mann-Whitney (U. As relações entre altitude e os valores de riqueza total e número de espécies raras em cada fragmento foram determinadas por regressões lineares simples. Os resultados indicaram a formação de dois grandes grupos de espécies raras em função do piso altitudinal. Apesar de a riqueza total das comunidades reduzir com o aumento da altitude, o número de espécies raras não apresentou alterações significativas. Conclui-se que na região do Planalto Sul-Catarinense os fragmentos de Floresta Ombrófila Mista apresentam diferentes conjunto de espécies arbóreas raras de acordo com a altitude e que a diminuição da riqueza das comunidades com o aumento do piso altitudinal não é acompanhada pela redução do número de espécies raras.

  9. Levantamento e Conservação da Mastofauna em um Remanescente de Floresta Ombrófila Mista, Paraná, Brasil Inventory and Conservation of Mammals in an Araucaria Forest Remnant, Parana, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michele Dias

    2011-03-01

    Full Text Available

    A Floresta Ombrófila Mista (FOM, também denominada Floresta com Araucária, recobria 37% da superfície do Paraná, mas hoje resta, nesse Estado, menos de 1% deste ecossistema florestal em estádio avançado de regeneração. Assim, o principal objetivo do presente estudo é contribuir com o conhecimento e a conservação da mastofauna paranaense, sobretudo das espécies que ocorrem na FOM. O trabalho de campo foi conduzido na área da Embrapa Florestas (25º19’ S – 49º09’ W, que possui 301 ha, dos quais 105 ha são recobertos por FOM primária alterada e os 196 ha restantes o são por vegetação secundária e por plantios monoespecíficos de espécies florestais. Os registros de mamíferos foram realizados duas vezes por semana entre abril de 2003 e fevereiro de 2004, por meio de métodos diretos e indiretos que incluíram registros visuais, análise de vestígios, coleta de animais mortos, caçados ou atropelados, entrevistas e trabalho museológico. Juntas, estas técnicas revelaram a presença de 27 espécies de mamíferos, um número subestimado, uma vez que as espécies de pequeno porte foram subamostradas. Entretanto, a presença de espécies raras e/ou ameaçadas na área de estudo, como <em>Cabassous tatouayem>, <em>Mimon bennettiiem>, <em>Leopardus triginusem>, L. wiedii e <em>Mazama em>spp., reforçam a importância de pequenos remanescentes florestais para a conservação dos mamíferos da FOM do Estado do Paraná.  
    The Araucaria Forest (AF once covered 37% of State of Parana, but nowadays less than 1% of mature AF was left. Besides being one of the most threatened Brazilian ecosystems, the AF is also poorly studied. So, the main objective of the present study was to contribute with the knowledge and conservation of Parana state mammals, focusing on AF species. The field study was conducted in the Embrapa Florestas property (25º19’ S – 49º09’ W, that has 301 ha of which

  10. Estimativa do coeficiente Priestley-Taylor em floresta monodominante Cambarazal no Pantanal Estimation of the Priestley-Taylor coefficient in the monospecific forest in northern Pantanal, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Sanches

    2010-12-01

    Full Text Available O coeficiente Priestley-Taylor (α foi calculado baseado na estimativa da evapotranspiração pelo método de Bowen para floresta monodominante Vochysia divergens no Pantanal, Brasil. A área em estudo estava localizada no noroeste do Pantanal a aproximadamente 160 km de Cuiabá, Mato Grossso, Brasil (16º39'50''S; 56º47'50''O. Medições micrometeorológicas contínuas, em uma torre a uma altura de 32 m de altura, foram feitas de janeiro a dezembro de 2007. A evapotranspiração variou de 2,50 mm dia-1 (estação seca a 4,10 mm dia-1 (estação úmida. O coeficiente Pristley-Taylor (α variou durante o ano com valores máximos e mínimos nas estações seca e úmida, respectivamente, com média anual de 0,65 ± 0,18 de acordo com o padrão climático da área em estudo em função do aumento do conteúdo de água no solo/lâmina d'água de inundação e/ou diminuição na demanda evaporativa. Com a determinação empírica das dimensões de α, as estimativas da evapotranspiração podem ser melhoradas para florestas de Vochysia divergens na planície de inundação do Pantanal.The Priestley-Taylor coefficient (α was calculated based on the Bowen method evapotranspiration estimative for Vochysia divergens monospecific forests in Pantanal, Brazil. The study area was located at the northeastern Pantanal, approximately 160 km from Cuiabá city, Mato Grosso State, Brazil (16º39'50''S; 56º47'50''W. Continuous micrometeorological flux measurements at a 32 m tower height were made from January to December of 2007. The evapotranspiration ranged from 2.26 mm day-1 (dry season to 4.50 mm day-1 (wet season. The average estimated α value ranged along the year from a maximum and a minimum during the dry and wet season respectively, with an annual average of 0.65±0.18 according to the weather pattern over the study area due to the increase of water content in soil/water flooding depth and/or decrease in evaporative demand. Based on empirical α values

  11. MODIFICAÇÕES NA ESTABILIDADE DE AGREGADOS NO SOLO DECORRENTES DA INTRODUÇÃO DE PASTAGENS EM ÁREAS DE CERRADO E FLORESTA AMAZÔNICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Márcia Longo

    1999-12-01

    Full Text Available RESUMO Com o presente trabalho objetivou-se avaliar os impactos decorrentes da remoção das coberturas originais e seu posterior uso agrícola tomando-se, para tanto, duas distintas condições fisiográficas brasileiras - cerrado e floresta amazônica, tendo como atributos primordiais de análise as modificações da estrutura/agregação dos solos. As áreas selecionadas para as investigações foram Porto Velho, RO (floresta e Senador Canedo, GO (cerrado de ocorrência de Latossolos argilosos, cujas amostras foram coletadas ao longo de transeções contendo 24 pontos (pequenas trincheiras de 60 cm de profundidade, 12 sob vegetação natural (floresta e cerrado e 12 sob pastagem plantada, em cada uma das áreas de estudo; em seguida, estas foram analisadas quanto à distribuição e estabilidade de agregados em água. Verificou-se diminuição acentuada no diâmetro médio dos agregados (DMP no sentido vegetação natural-pastagem, sendo mais pronunciada na região do cerrado; de maneira geral, os maiores valores foram observados na região amazônica em que a remoção da cobertura vegetal original promoveu efeitos negativos sobre os atributos dos solos estudados, notadamente sobre a estrutura/agregação dos mesmos, mostrando a fragilidade dos solos dos ecossistemas brasileiros, quando submetidos ao cultivo.

  12. Levantamento florístico e fitossociológico do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Estacional Decidual em São Miguel do Oeste, Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geniane Schneider

    2014-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n2p43 A cobertura florestal em Santa Catarina encontra-se reduzida e fragmentada e entre as tipologias florestais mais fortemente afetadas está a Floresta Estacional Decidual. Com objetivo de conhecer a composição e estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Estacional foram demarcadas unidades amostrais de 20 x 20 m, totalizando 0,4 ha. As espécies arbóreas com circunferência à altura do peito (CAP ≥ 25 cm foram avaliadas e identificadas. Foram amostrados 205 indivíduos, de 54 espécies, distribuídas em 44 gêneros e 23 famílias. A estimativa da diversidade arbórea pelo índice Shannon-Weaver (H’ resultou em 3,472 (nats e a equabilidade de Pielou (J’ em 0,870. As famílias com maior número de espécies foram Fabaceae, Myrtaceae, Meliaceae, Lauraceae e Sapindaceae e as espécies com as maiores densidades e coberturas foram Nectandra megapotamica (Spreng. Mez, Sorocea bonplandii (Baill. W.C. Burger, Lanjouw & Boer e Ocotea diospyrifolia (Meisn. Mez. A riqueza e diversidade da amostra situam-se como intermediárias entre aqueles obtidos para fragmentos de Florestas Estacionais Deciduais, nos levantamentos do Inventário Florístico Florestal de Santa Catarina, evidenciando impacto da exploração e fragmentação nesta formação. Apesar do contexto, a área estudada conserva importante parcela das espécies citadas para essa tipologia florestal.

  13. Detection of beetle damage in forests by X-ray CT image processing Detecção de danos causados por besouro em florestas com processamento de imagens de tomografia computadorizada de raios X

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Estevão Cruvinel

    2003-10-01

    Full Text Available Some beetle species can have devastating economic impacts on forest and nursery industries. A recent example is Anophophora glabripennis, a species of beetle known in the United States as the ''Asian Longhorrned beetle'', which has damaged many American forests, and is a threat which can unintentionally reach south American countries, including Brazil. This work presents a new method based on X-ray computerized tomography (CT and image processing for beetle injury detection in forests. Its results show a set of images with correct identification of the location of beetles in living trees as well as damage evaluation with time.Algumas espécies de besouros têm elevado impacto econômico em florestas e indústrias de móveis. Exemplo recente é aquele produzido pelo besouro Anophophora glabripennis, uma espécie conhecida nos Estados Unidos como Asian Longhorn, que tem produzido danos significativos em várias florestas americanas, representando uma ameaça que poderá encontrar transporte não-intencional para países da América do Sul, inclusive para o Brasil. Neste trabalho é apresentado um novo método com base no uso de tomografia de raios X computadorizada (CT e processamento de imagens digitais para detecção de injúrias causadas por besouros em florestas. Os resultados mostram a correta identificação da localização de besouros em árvores vivas, como também fornecem uma avaliação do estrago temporal causado.

  14. Efeito do fogo sobre o banco de sementes em faixa de borda de Floresta Estacional Semidecidual, SP, Brasil Fire impact on the seed bank of a seasonal semideciduous forest edge, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Carlos Galvão de Melo

    2007-12-01

    Full Text Available Os incêndios estão entre as principais causas da perda de diversidade em florestas tropicais. O presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito do fogo sobre o banco de sementes em fragmento de floresta estacional semidecidual e verificar se a intensidade desses efeitos se altera em função da distância da borda. O estudo foi realizado na Estação Ecológica dos Caetetus, Estado de São Paulo. Cinco dias após a passagem do fogo, foram coletadas amostras da camada superficial do solo (5 cm de profundidade, em duas faixas: 0 a 20 m e 20 a 50 m de distância da borda, na área atingida pelo fogo e em floresta não queimada adjacente utilizada como controle. Na floresta não atingida pelo fogo a densidade foi de 257 sementes.m-2 e na área queimada de 97 sementes.m-2. Quarenta espécies ocorreram na área não queimada e 26 espécies na área queimada. Ervas e gramíneas tiveram densidade relativa superior na área queimada. Para as espécies arbóreas as perdas decorrentes do fogo foram maiores na faixa mais externa do fragmento (menor riqueza e densidade, provavelmente devido à amplificação dos efeitos do fogo causada pelos efeitos de borda.Fire has been one of the main causes of diversity loss in tropical forests. The aim of this study was to evaluate the effects of fire on the seed bank in a seasonal semideciduous forest fragment, and to verify whether these impacts are influenced by distance from the edge. The study was carried out at Caetetus Ecological Station (São Paulo state, Brazil. Surface soil samples (5 cm depth were collected at two different distances from the edge (0-20 and 20-50 m, five days after fire. The same sampling procedure was applied to an unburned neighboring forest for comparison. In the unburned forest, density was 257 seeds.m² and in the burned area it was 97 seeds.m². Forty species occurred in the unburned forest and 26 species in the burned area. Relative density of herbs and grasses was higher in the

  15. Estimativa de biomassa e carbono em floresta ombrófila mista e plantaçoes florestais a partir de dados de imagens do Satélite Ikonos II

    OpenAIRE

    Watzlawick, Luciano Farinha

    2013-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo geral desenvolver metodologia utilizando imagens do satélite IKONOS II para realizar estimativas de biomassa e carbono orgânico em plantações de Pinus taeda e Araucaria angustifolia, e na Floresta Ombrófila Mista Montana. O estudo foi desenvolvido no município de General Carneiro (PR) na propriedade pertencente às Indústrias Pedro N. Pizzato Ltda. O desenvolvimento metodológico foi realizado inicialmente com a caracterização dos aspectos estruturais da f...

  16. Artrópodes edáficos em fragmentos de floresta ombrófila aberta na Paraíba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Henrique Alves Borges

    2016-04-01

    Full Text Available Os organismos do solo são componentes ativos nos sítios edáficos e desempenham importantes funções no processo de ciclagem de nutrientes. Objetivou-se avaliar a diversidade da macrofauna e a distribuição vertical da mesofauna em dois fragmentos de Floresta Ombrófila Aberta que ainda sofrem intervenção antrópica, apesar do caráter de conservação. A mesofauna foi amostrada com o uso de anéis metálicos com dimensões de 5,2 cm de altura e 4,8 cm de diâmetro, introduzidos ao solo+serapilheira, com cinco repetições, totalizando 20 amostras. Em seguida os organismos foram extraídos em aparato de Berlese-Tullgren modificado. Para a amostragem da macrofauna nas áreas experimentais foi utilizado o método de monólitos de solo do Programa “Tropical Soil Biology and Fertility”. As amostras foram coletadas de forma aleatória, em duas profundidades: 0-5 cm e 5-10 cm, com 10 repetições cada, totalizando 20 amostras em cada área, sendo estas armazenadas em sacos plásticos e encaminhado ao laboratório. Verificou-se que a população de organismos da mesofauna foi superior no fragmento da Mata de Pau Ferro com destaque para a ordem Acarina que registrou uma frequência relativa de 80%. Diante dos resultados, não foi constatada a diferença em profundidade da comunidade da mesofauna nos dois fragmentos avaliados. A ordem Acarina foi a mais abundante na MPF. A intervenção antrópica no fragmento do CCA promoveu alteração no ambiente resultam em um aumento na abundância de formigas.Arthropods edaphic in open rain forest fragments in Paraiba, BrazilAbstract: Soil organisms are active components in edaphic sites and play important roles in nutrient cycling processes. The study objective is to evaluate the diversity of macrofauna and the vertical distribution of mesofauna in two Open rain forest fragments that still suffer human intervention, despite the conservation of nature. The mesofauna was sampled with the use of metal rings

  17. Composição da entomofauna da Floresta Nacional do Araripe em diferentes vegetações e estações do ano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Roberto de Azevedo

    2011-12-01

    Full Text Available A ocorrência de insetos tem grande significado ecológico e está relacionada com os fatores ambientais, disponibilidade de alimento e abrigo. Para avaliar a composição da entomofauna, em diferentes tipos de vegetação (Cerrado, Carrasco e Mata Úmida e estações do ano na Floresta Nacional do Araripe, Crato, Ceará, nordeste brasileiro, foram realizadas coletas semanais na estação seca (setembro a dezembro e chuvosa (abril a julho, por meio de armadilhas McPhail, de solo e bandejas amarelas. Os insetos da ordem Coleoptera são numerosos, na estação seca, agindo como polinizadores, fitófagos e detritívoros, além de decompositores de matéria orgânica, na estação chuvosa. Os Diptera são numerosos na estação chuvosa, quando são encontradas moscas frugívoras, decompositoras de carcaças de animais, de matéria orgânica e predadoras; os da família Calliphoridae predominam no Cerrado; da família Tachinidae, no Carrasco, e da Tephritidae, na Mata Úmida. Os Orthoptera Gryllidae predominam na Mata Úmida e os Hymenoptera Formicidae, no Carrasco e Cerrado na estação seca. Portanto, cada grupo de insetos desempenha um papel ecológico sobre as vegetações, nas diferentes estações do ano.

  18. COMPOSIÇÃO E DIVERSIDADE FLORÍSTICA EM UM TRECHO DE FLORESTA DE TERRA FIRMA NO SUDOESTE DO ESTADO DO AMAPÁ, AMAZÔNIA ORIENTAL, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wanuyze Adriana Silva da Silva

    2014-10-01

    Full Text Available O objetivo do presente trabalho foi determinar a composição e a diversidade florística de um trecho de floresta de terra firme no Sudoeste do Estado do Amapá, Amazônia Oriental, Brasil. Visando com este estudo, ações de conservação florestal. Para o levantamento, foram distribuídas aleatoriamente 10 parcelas de 10mx100m, perfazendo um hectare. Com auxílio de fita métrica e uma haste de 6m, dividida de um em um metro, foram tomados dados de altura e DAP≥10cm (Diâmetro a Altura do Peito de todos os indivíduos arbóreos vivos. Neste trabalho, foram registrados 462 indivíduos, pertencentes a 33 famílias e 123 espécies. As espécies com maiores valores de importância (VI foram, Sclerolobium densiflorum Geissospermum sericeum, Pouteria decorticans, Pentaclethra macroloba e Rinorea racemosa. Na área amostrada, foram encontradas espécies com grande valor comercial e presentes na lista de espécies ameaçadas, dentre elas: Aniba rosaedora (Pau rosa, Vouacapoua americana (Acapú e Bertholethia excelsa (Castanheira. A presença das referidas espécies é um indicativo de qualidade e conservação ambiental. Palavras-chave: Vegetação, Biodiversidade, fitossociologia. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n3p31-36

  19. MAPEAMENTO DE REMANESCENTES EM ESTÁGIO INICIAL DE SUCESSÃO NA FLORESTA SUBTROPICAL ATLÂNTICA DO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Antonio Piazza

    Full Text Available Neste estudo foi abordada a segmentação de imagens de alta resolução e a utilização da técnica da mineração de dados. O objetivo foi encontrar correlação entre resposta espectral, espacial, de contexto e de textura, e variáveis dendrométricas obtidas de inventários florestais em áreas de estágio inicial de sucessão da Floresta Ombrófila Densa em três locais do Estado de Santa Catarina. Os dados de campo foram levantados em seis Unidades Amostrais (UA com 1.600 m² cada. No processamento digital utilizaram-se três imagens de alta resolução espacial (0,39 m obtidas pelo sensor SAAPI, com três bandas no visível, três no infravermelho próximo, modelo numérico de terreno e de superfície. Dados extraídos do produto digital (atributos foram utilizados na etapa da mineração dos dados, que selecionou atributos relevantes e descartou aqueles de menor peso. Verificou-se que tanto no estrato arbóreo quanto na regeneração existe heterogeneidade de variáveis, como número de indivíduos (N, diâmetro a altura do peito (DAP e área basal (AB. Mesmo assim, foram encontradas correlações significativas entre atributos das imagens e os dados de campo. A correlação de maior magnitude absoluta de N foi com as médias da banda 1 (-0,64, 3 (-0,62 e IR1 (0,63, para DAP foi a razão das bandas IR3 (0,56 e 2 (0,55 e para AB foi o menor valor de pixel das bandas 1 (-0,64 e IR3 (-0,60, todas altamente significativas (p<0,01. Esses resultados configuram pontos de partida para futuras investigações a respeito da construção de um estimador de parâmetros biofísicos da vegetação.

  20. Conhecimento local em horta medicinal numa comunidade rural adjacente à Floresta Atlântica no sudeste do Brasil

    OpenAIRE

    Christo, Alexandre G.; Guedes-Bruni, Rejan R.; Silva, Ary G. da

    2010-01-01

    O presente estudo objetivou identificar as plantas medicinais cultivadas em uma horta medicinal, situada no município de Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro, Brasil, e diagnosticar o acesso à sua utilização e importância para a população local, baseando-se em entrevistas com o administrador da horta, e quarenta usuários da comunidade. O índice de importância relativa (IR) foi calculado para 96 espécies medicinais e, neste, observou-se que 27 espécies tiveram um RI>1,00, com Aloe vera (L.) Burm....

  1. Uso de florestas secundárias por aves de sub-bosque em uma paisagem fragmentada na Amazônia central Use of secondary forests by understory birds in a fragmented landscape in central Amazonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Vitor Campos e Silva

    2012-03-01

    Full Text Available Na Amazônia, as taxas de desmatamento crescem desde 1991 e as previsões não são otimistas quanto à desaceleração desse processo. A devastação da floresta é acompanhada de uma expansão de florestas secundárias (FS que se estabelecem nas áreas abandonadas. A tendência é um aumento de florestas secundárias, resultando num mosaico de floresta contínua e fragmentos separados por uma matriz de FS. Nesse cenário, autores acreditam que a Amazônia pode passar por um processo massivo de extinção de espécies. Por outro lado, a previsão de um processo massivo de extinção pode ser equivocada, pois muitas espécies florestais poderiam sobreviver nas florestas secundárias. Para avaliar o valor das florestas secundárias para espécies florestais amostramos por oito meses com redes de neblina uma capoeira (FS em regeneração e uma floresta primária (FP de uma paisagem fragmentada. Algumas espécies não foram capturadas na capoeira e aparentemente evitam esse tipo de hábitat. No entanto, a maioria das espécies do grupo focal não apresentou diferença na sobrevivência aparente entre os ambientes, o que nos indica que estão habitando a capoeira e a floresta primária da mesma forma. Na realidade amazônica, onde grande parte da matriz é composta por floresta secundária, a matriz tem valor para conservação e deve ser analisada como um elemento dinâmico que não apenas permite a movimentação de indivíduos, mas também serve de hábitat para muitas espécies de floresta primária. Mas ressaltamos que é fundamental a preservação de áreas de floresta primária que servirão de fonte às florestas secundárias adjacentes.Rates of deforestation in the Brazilian Amazon have increased since 1991 and forecasts are not optimistic about the slowing of this process. Some authors believe that the Amazon may be experiencing a massive process of species extinction. However, the deforestation is accompanied by the expansion of

  2. A INFLUÊNCIA DA TOPOGRAFIA NA DISTRIBUIÇÃO DE GRAMÍNEAS EM UM FRAGMENTO DE FLORESTA ATLÂNTICA URBANA MONTANHOSA – MACIÇO DA TIJUCA/RJ

    OpenAIRE

    Maria Accioly Dias; Ana Luiza Coelho Netto

    2011-01-01

    Um importante mas ainda pouco compreendido fator de influência na dinâmica florestal em áreas montanhosas é a topografia. O objetivo deste estudo foi analisar a distribuição espacial de manchas de gramíneas no fragmento de floresta atlântica urbana que recobre o Maciço da Tijuca, levando em conta os aspectos topográficos. Foi feito um mapeamento de uso e cobertura com base em ortofotos aéreas de 2004, e, com o auxílio de um Modelo Digital de Elevação, foram realizadas algumas análises espacia...

  3. Distribuição horizontal e vertical de fósforo em sistemas de cultivos exclusivos de soja e de integração lavoura-pecuária-floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Debora Diel

    2014-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a distribuição horizontal e vertical do fósforo no solo e a produtividade de soja em sistemas de cultivos exclusivos e de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF. Foram avaliados os tratamentos: floresta plantada de eucalipto; lavoura de soja e milho safrinha consorciado com Urochloa brizantha 'Marandu'; pastagem de U. brizantha; sistema de ILPF; e duas áreas controle, com floresta nativa e pousio. O solo foi coletado nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-30 cm, para determinação das características químicas. As avaliações foram realizadas no segundo ano agrícola após a implantação do experimento. No sistema de ILPF, solo e produtividade foram avaliados em quatro transectos equidistantes, no centro do renque e a 3, 6, 10 e 15 m do renque, nas faces norte e sul. Os teores de P disponível (Mehlich-1 foram maiores nas camadas superficiais do solo, nos sistemas com soja/milho safrinha e com ILPF. No ILPF, os teores de P disponível não diferiram entre as distâncias do renque das árvores, e a produtividade de soja não diferiu da observada no sistema com soja/milho safrinha. Portanto, com dois anos de implantação, o sistema ILPF ainda não é capaz de interferir marcadamente nas características químicas do solo e na produtividade da soja.

  4. Trap-nesting bees (Hymenoptera, Apoidea in areas of dry semideciduous forest and caatinga, Bahia, Brazil Abelhas (Hymenoptera, Apoidea que nidificam em ninhos-armadilha em áreas de floresta semi-decídua e caatinga, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cândida M. L. Aguiar

    2005-12-01

    Full Text Available In this study were examined the species richness and seasonal abundance of cavity-nesting bees in areas of dry semi-deciduous forest and caatinga in the State of Bahia, Brazil. Sampling was done employing two types of trap-nests: bamboo canes and tubes made of black cardboard with dimensions of either 58 x 6 mm or 105 x 8 mm. The traps were inspected once a month. One hundred and forty-six nests of 11 bee species were collected in the forest, and 121 nests of seven species were collected in the caatinga. Five species of cleptoparasitic bees were also reared from these nests. The highest nesting frequencies occurred in the wet season in both areas. Nests parasitism was important only for Centris tarsata Smith, 1874, and was higher at the caatinga site than in the forest. The mortality of pre-emergent adults was high, especially in C. tarsata,Tetrapedia diversipes Klug, 1810 and Euglossa cordata (Linnaeus, 1758. Information on the number of cells per nest, the size, shape, and arrangement of brood cells in the nests, as well as the number of adults produced and the number of generations per year are also presented. Species richness, temporal patterns of nesting, and percentage of parasitism were compared with other habitats.Neste estudo foram investigadas a riqueza de espécies e a abundância sazonal de abelhas que nidificam em cavidades em áreas de Floresta estacional semi-decídua e Caatinga na Bahia. A amostragem foi realizada com dois tipos de ninhos-armadilha (= N.A.: gomos de bambu e tubos de cartolina preta (58 x 6 mm e 105 x 8 mm. Os N.A. foram inspecionados uma vez por mês. Foram coletados 146 ninhos de 11 espécies de abelhas na floresta e 121 ninhos de sete espécies na caatinga. Além disso, cinco espécies de abelhas cleptoparasitas foram criadas a partir destes ninhos. As freqüências de nidificação mais altas ocorreram na estação úmida em ambas as áreas. Parasitismo de ninhos foi importante apenas para Centris tarsata

  5. RELAÇÃO ENTRE O BANCO DE SEMENTES E A COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO SOLO EM UMA FLORESTA DE VÁRZEA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arthur Viana Lau

    2014-08-01

    Full Text Available Objetivou-se relacionar o banco de sementes com a composição química de alguns atributos do solo de um trecho de floresta de várzea localizada na Área de Proteção Ambiental Ilha do Combu, Belém, Pará, Brasil. Foram demarcadas seis parcelas de 20 m x 20 e coletadas amostras de solo a 20 cm de profundidade. O experimento foi avaliado diariamente durante 5 meses, com plântulas a partir de 10 cm de altura quantificadas e identificadas em nível de família, gênero e espécie e consideradas aquelas com densidade média de plantas ≥ 10. Para a análise química do solo, em cada área foram coletadas 10 amostras de solo a 25 cm de profundidade com auxílio de um trado holandês perfazendo um total de 10 amostras que foram homogeneizadas compondo uma amostra por área. Analisaram-se Cu, Fe, Mn, Zn, pH, carbono orgânico, matéria orgânica, N, P, K, Ca, Mg, Al, H+Al. Os resultados mostraram que os componentes do solo com valores aproximadamente iguais não interferiram na riqueza de espécies e na densidade de indivíduos, enquanto que aqueles que apresentaram valores elevados (MO, CO, P, Cu, Fe e Mn interferiram negativamente na densidade de indivíduos na área 1. As variações nos atributos do solo podem provocar alterações na densidade do banco de sementes. Palavras-chave: Plântulas, sementes, germinação, Relação edáfica. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n2p96-101

  6. Caracterização dos fragmentos florestais amazônicos remanescentes na microbacia hidrográfica do rio Taxidermista I em Alta Floresta, MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica Elisa Bleich

    2013-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n4p45 A manutenção da conectividade dos remanescentes florestais é fundamental, e a preservação da vegetação ripária dos riachos na paisagem, contribui muito com a manutenção da integridade do mosaico de habitats. O objetivo deste estudo foi caracterizar os fragmentos florestais amazônicos remanescentes na microbacia hidrográfica do rio Taxidermista I em Alta Floresta, MT, visando fornecer subsídios para a implantação dos projetos de recuperação das áreas degradadas e a conservação dos fragmentos florestais. Os fragmentos florestais foram vetorizados e posteriormente avaliados seu tamanho, perímetro e distância de cada fragmento a partir da borda até o curso de água mais próximo. Foi também determinado o índice de circularidade, ou da relação borda/interior. Na microbacia estudada foram registrados 63 fragmentos florestais com tamanho variando entre 0,44 e 67,51 ha e perímetro entre 262,67 e 4756,26 m. A distância dos fragmentos florestais até o curso de água mais próximo varia de 0 a 450 m, no entanto 71,4% dos fragmentos estão conectados a um curso de água. Nos fragmentos florestais da microbacia hidrográfica do rio Taxidermista I predomina a forma alongada, apresentam área pequena, mas com grande perímetro/borda em relação ao tamanho, o que os torna suscetíveis ao efeito de borda potencializado pela matriz que abriga a atividade pecuária.

  7. Diversidade e frugivoria por morcegos em um remanescente de floresta semidecidual de Uberlândia, MG

    OpenAIRE

    Pires, Luís Paulo

    2012-01-01

    Em ambientes tropicais, os morcegos podem representar mais de 50% da composição da comunidade de mamíferos. A importância destes animais, entretanto, vai muito além da sua grande contribuição para a biodiversidade. Eles apresentam também alta diversidade em suas funções ecológicas: são vetores de doenças de importância médica-veterinária, reduzem danos na agricultura, realizam a polinização de muitas espécies de plantas e dispersam as sementes de tantas outras. Assim, os morcegos são excelent...

  8. Biomassa e macronutrientes de uma floresta estacional decidual em Itaara-RS, Brasil Macronutrients quantification in a seasonal decidual forest in Itaara-RS, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Luiz Munari Vogel

    2013-02-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado no Município de Itaara-RS, Brasil, em uma Floresta Estacional Decidual secundária. Teve como objetivo quantificar os nutrientes na biomassa acima do solo, de essências florestais. Foram abatidas 20 árvores, distribuídas em cinco classes de diâmetros (3,2-13,5 cm; 13,6-23,9 cm; 24,0-33,6 cm; 33,7-44,6 cm; e 44,7-55,0 cm. A parte aérea foi fracionada em madeira do fuste, casca do fuste, galhos e folhas. Nas amostras da biomassa foram determinados os teores de N, P, K, Ca, Mg e S. O estoque de nutrientes na biomassa de cada componente foi obtido com base na biomassa seca estimada, multiplicada pelo teor de nutrientes. O rendimento total de biomassa foi estimado em 210,0 Mg ha-1. Para esse rendimento, as contribuições percentuais dos galhos, madeira do fuste, casca do fuste e folhas foram de 48,8; 43,3; 5,4; e 2,4, respectivamente. As folhas foram o componente com os maiores teores de N, P, K, Mg e S, enquanto no componente casca se observou o maior teor de Ca. A madeira do fuste foi o componente que apresentou os menores teores de nutrientes em sua biomassa. De modo geral, o Ca, N e o K foram os nutrientes com maiores estoques na biomassa acima do solo. Nos galhos, devido à maior biomassa, foram verificados os maiores estoques de nutrientes, seguidos pela madeira do fuste.The present study was conducted in a fragment of a seasonal deciduous forest in Itaara-RS, Brazil. The objective of this work was to quantify the nutrient in above ground biomass of forestry species. For the above ground biomass evaluation, 20 trees were cut down according to five different diameter classes (3,2-13,5 cm; 13,6-23,9 cm; 24,0-33,6 cm; 33,7-44,6 cm; 44,7-55,0 cm. The above ground biomass was separated in the compartment trunk wood, trunk bark, branches and leaves. The contents of N, P, K, Ca, Mg and S in the biomass samples were determined. The stock of nutrients in the biomass for each component was obtained based on the

  9. Funções de distribuição diamétrica em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Diametric distribution functions in a fragment of Mixed Ombrophylous Forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião do Amaral Machado

    2009-11-01

    Full Text Available Os objetivos deste estudo foram ajustar e selecionar funções de densidade probabilística que caracterizem a estrutura diamétrica desse fragmento e das espécies: Cedrela fissilis (Cedro, Luehea divaricata (Açoita Cavalo, Gochnatia polymorpha (Cambará, Sebastiania commersoniana (Branquilho e Casearia sylvestris (Cafezeiro de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista com 15,24ha, localizado em Curitiba, Paraná. Para avaliar a distribuição diamétrica dessa floresta e das cinco espécies selecionadas, foram ajustadas sete funções probabilísticas para intervalos de classe de 5cm. Segundo os critérios de seleção adotados, o modelo que melhor representou a distribuição diamétrica para toda a floresta, o cedro, o cambará e o branquilho foi o de Weber; para o cafezeiro, a função Gamma (Adaptada foi a mais eficiente e para o açoita cavalo nenhuma dessas funções foi aderente. O branquilho, o açoita cavalo, o cafezeiro e a floresta como um todo apresentaram distribuição em "J" invertido ou decrescente. Entretanto, o cedro e o cambará apresentaram distribuição tendendo à unimodalidade com forte assimetria à direita.The objective of this study was to adjust and select probability density functions that characterize the diametric structure of this forest fragment and for the species: Cedrela fissilis, Luehea divaricata, Gochnatia polymorpha, Sebastiania commersoniana and Casearia sylvestris for a 15.24 hectare fragment of Mixed Ombrophylous Forest, located in Curitiba, State of Paraná. In order to evaluate the diametric distributions of this forest and the five selected species, seven probability functions were adjusted for 5cm class intervals. According to the criteria of selection adopted, the model that best represented the diametric distributions for the whole forest, Cedrela fissilis, Gochnatia polymorpha and Sebastiania commersoniana was the Weber model; for Casearia sylvestris, the Gamma function (adapted was the most

  10. Fluxos de calor no dossel vegetativo e infiltração de água no solo, em floresta tropical Heat fluxes in the vegetative canopy and water infiltration in tropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa de A. Dantas

    2011-12-01

    Full Text Available Este estudo analisou as variações sazonais e anuais dos fluxos de calor sensível e latente, armazenados pelo dossel vegetativo de floresta tropical úmida, bem como a taxa de infiltração de água no solo em duas parcelas experimentais, uma com exclusáo de chuva e outra submetida às condições reais de precipitação pluvial. Os dados aqui usados foram obtidos do projeto ''Estudo da Seca da Floresta (ESECAFLOR, subprojeto do Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA, conduzido na reserva florestal de terra firme em Caxiuaná, PA. Os dados de temperatura e umidade relativa do ar foram coletados no perfil da floresta amazônica, em intervalos de 8 m, deSd e a superfície até 32 m, durante o ano de 2008, em intervalos horários, para se determinar os fluxos de calor sensível e latente armazenados nos período chuvoso (fevereiro, março e abril e menos chuvoso (setembro, outubro e novembro. Os resultados indicaram que o fluxo de calor sensível armazenado no dossel da floresta no ano de 2008, foi 167,93 W m-2 e o fluxo de calor latente armazenado foi de 5184,38 W m-2. A taxa de infiltração de água do solo na floresta foi reduzida drasticamente nos primeiros minutos do início do experimento, independentemente das condições de umidade do solo e, em seguida, ela apresentou comportamento quase constante ao longo do tempo.This study assessed the seasonal and annual variations in both sensible and latent heat storage fluxes in the canopy air-space of tropical rainforest, as well as the infiltration rate in soil in two experimental plots one with exclusion of rainfall and other under actual rainfall. The data used in this study were obtained during the ''Long-term drought impact on water and carbon dioxide fluxes in Amazonian Tropical Rainforest Experiment'' (ESECAFLOR which is subproject of Large Scale Biosphere Atmosphere Experiment in Amazon forest (LBA, carried out in Caxiuaná National Forest, Pará, Brazil

  11. Regeneração natural de espécies arbóreas em fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana, no domínio da Mata Atlântica, em Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Cunha Garcia

    2011-12-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou analisar a composição florística atual da regeneração natural, contrastando-a com levantamentos anteriores pertencentes a um monitoramento iniciado em 1992, em fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana, em Viçosa, MG. Os locais de estudo correspondem a dez sítios escolhidos em função das características fisiográficas declividade, exposição e posição topográfica do terreno. Foram estimados os índices de regeneração natural por espécie para cada classe de tamanho de planta (RNC para obtenção do índice de regeneração natural total (RNT. Foram amostrados 3.516 indivíduos, pertencentes a 140 morfoespécies arbóreas, incluindo indivíduos de 10 cm a 3 m de altura e diâmetro a 1,3 m (DAP menor que 5 cm. O maior número de indivíduos foi amostrado nas famílias Rubiaceae, Fabaceae Mimosoideae, Monimiaceae, Fabaceae Papilionoideae, mas as famílias mais ricas foram Fabaceae Caesalpinoideae, Fabaceae Papilionoideae, Euphorbiaceae, Lauraceae, Myrtaceae e Rubiaceae. As espécies que apresentaram os maiores RNTs foram: Psychotria sessilis, Siparuna guianensis, Anadenanthera peregrina e Piptadenia gonoacantha. Este monitoramento sugere uma substituição contínua de espécies de estágios iniciais de sucessão por outras de estágios mais avançados, demonstrando a importância da proteção dos fragmentos florestais remanescentes para a manutenção ou aumento da biodiversidade da região.

  12. Efeitos da invasão por Tradescantia zebrina Heynh. sobre regenerantes de plantas arbóreas em um fragmento de floresta estacional semidecidual secundária em Londrina (PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Cruz Mantoani

    2013-04-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n3p63 Consideradas atualmente como uma das principais causas de perda de biodiversidade no planeta, as espécies exóticas invasoras causam sérios problemas para os ecossistemas naturais, acarretando até mesmo extinções locais. Surpreendentemente, muitas invasões têm origens corriqueiras, como o cultivo de plantas ornamentais em jardins. Este estudo buscou verificar os impactos da invasão biológica pela herbácea exótica Tradescantia zebrina Heynh., sobre a regeneração em um fragmento de floresta secundária. Nesse fragmento, o sub-bosque é em parte dominado por T. zebrina e, para testar a hipótese de que a mesma é responsável pela limitação da regeneração de espécies arbóreas nativas, foram implantadas parcelas em áreas com e sem a presença da espécie invasora. Todos os indivíduos de espécies arbóreas com altura entre 10 cm e 1 m foram registrados. A composição de espécies e a estrutura da regeneração foram comparadas entre os tratamentos. Tradescantia zebrina mostrou-se uma forte competidora, afetando a abundância e riqueza de espécies. Embora já tenham sido reportadas na literatura iniciativas de controle com herbicidas não-seletivos, considera-se urgente a realização de mais estudos sobre possíveis formas de controle de T. zebrina, visando o restabelecimento da vegetação nativa.

  13. ANÁLISE ESTRUTURAL DE AÇAIZAIS NATIVOS (Euterpe oleracea Mart. EM FLORESTA DE VÁRZEA, AMAPÁ, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo de Jesus Veiga Carim

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivou-se com este trabalho analisar a estrutura das populações de açaizais da várzea estuarina do município de Mazagão-AP. Utilizou-se cinco parcelas amostrais de 1ha, subdivididas em 50 subparcelas de 200m2. Todos os indivíduos com CAP 10cm, a partir de 3 metros de altura foram mensurados e estratificados em classes de tamanho. Os dados foram digitalizados no software Excel. Foi analisado as medidas de tendência central e de dispersão por meio do programa BIOSTAT. Registrou-se 545 touceiras de açaizeiros (Euterpe oleracea Mart. com 1.934 plantas e 3.474 perfilhos. Os valores de circunferência apresentaram maior número de indivíduos entre 15,1cm a 30cm, assumindo aproximadamente 58% do total amostrado. Observou-se que, entre 10m e 25m de altura concentraram-se o maior número de indivíduos. A média de touceiras foi de 109 com 386,8 plantas e 694,8 perfilhos para as cinco áreas trabalhadas. Palavras-chave: estuário amazônico, ribeirinhos, açaí. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n4p45-51

  14. Plant cover and hydrological response in a seasonally dry tropical forest (SDTF = Cobertura vegetal e as respostas hidrológicas em floresta tropical sazonalmente seca (FTSS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Maia de Andrade

    2017-10-01

    Full Text Available The scarcity of information on the processes of rainfall-flow limits understanding of the hydrology of dry regions of the world. In order to minimise the problem, this study was developed to investigate the influence of the characteristics of rainfall events and plant cover on the effective precipitation (Pe in a seasonally dry tropical forest (SDTF in the Northeast of Brazil. The study was carried out in two paired watersheds, one with SDTF under regeneration for 35 years (CR35 and the other under thinned SDTF for 5 years (TC. A historical series of five years (2009-2013 was analysed, with a total of 203 rainfall events, where only those rainfall events that generated a Pe > 1.0 mm were considered. CR35 had a greater number of Pe events (47 than TC (35. Rainfall depth and intensity were the factors that best explained the effective precipitation under both types of vegetation cover. The influence of herbaceous vegetation on the reduction of surface runoff was demonstrated by the smaller runoff depth and the greater potential for soil water storage in the watershed under thinned Caatinga. This fact leads to the conclusion that the technique of thinning is suitable management for Caatinga vegetation, and is capable of promoting the retention of soil water. = A escassez de informações sobre os processos chuva-deflúvio é uma limitação no entendimento da hidrologia das regiões secas do globo terrestre. Buscando minimizar esta problemática, desenvolveuse este estudo objetivando investigar as influências das características dos eventos pluviométricos e da cobertura vegetal na precipitação efetiva (Pe em floresta tropical sazonalmente seca (FTSS, no nordeste do Brasil. O estudo foi realizado em duas microbacias emparelhadas, uma com FTSS em regeneração há 35 anos (CR35 e outra com FTSS raleada há 5 anos (CR. Foi analisada uma série histórica de cinco anos (2009-2013, com um total de 203 eventos pluviométricos, sendo considerados

  15. Aporte e decomposição de serapilheira em áreas de floresta secundária, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e andiroba (Carapa guianensis Aubl. na Flona Mário Xavier, RJ.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milton Marques Fernandes

    2010-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o aporte e a decomposição da serapilheira em áreas de floresta secundária espontânea, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e plantio de andiroba (Carapa guianensis Aubl.. Para avaliação do aporte de serapilheira, foram instalados dez coletores cônicos sendo o aporte avaliado durante o período de outubro de 2003 a setembro de 2004. Posteirormente, foi feita a quantificação dos macronutrientes (N, P e K. A avaliação da taxa de decomposição foi realizada utilizando-se o método dos litter bags. A área de plantio de andiroba aportou a maior quantidade de serrapilheira 9,20 Mg ha-1, sendo seguida pelo plantio de sabiá com 9,06 Mg ha-1 e pela floresta secundária espontânea 7,63 Mg ha-1 por ano. A serapilheira das áreas de plantio de sabiá e do plantio de andiroba apresentou maiores valores de nitrogênio e fósforo que a área de floresta secundária. A velocidade de decomposição da serapilheira foi maior nas áreas de plantio de sabiá e andiroba, podendo tal comportamento ter sido influenciado pelo maior conteúdo de nitrogênio na serapilheira. O fósforo foi o nutriente que apresentou maior velocidade de liberação.

  16. DISTRIBUIÇÃO E ESTRUTURA DA POPULAÇÃO DE QUATRO ESPÉCIES MADEIREIRAS EM UMA FLORESTA SAZONALMENTE ALAGÁVEL NA RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL MAMIRAUÁ, AMAZÔNIA CENTRAL

    OpenAIRE

    Marinho, Tatiana Andreza da Silva

    2008-01-01

    As várzeas amazônicas abrangem uma área de cerca de 200.000 Km2 e são periodicamente inundadas por rios de água branca ricos em sedimentos oriundos dos Andes e encostas pré-andinas. As florestas de várzea estão ameaçadas pelo desmatamento para a agricultura e a bovinocultura, além da intensa exploração de espécies madeireiras de forma insustentável. O objetivo deste estudo foi descrever a distribuição espacial e a estrutura da população de quatro espécies madeireiras em função de variáveis...

  17. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E CONSERVAÇÃO DA NATUREZA EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: O CASO DA FLORESTA NACIONAL DE IPANEMA (IPERÓ/SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Carlos NUCCI

    2003-12-01

    Full Text Available O desenvolvimento sustentável não tem sido ainda bem entendido porque a sustentabilidade, como definida pela Comissão Brundtland, constitui uma composição de muitas partes e, como resultado, apresenta ambiciosos objetivos políticos. Este artigo revisa e discute o desenvolvimento sustentável, os impactos socioeconômicos sobre a biodiversidade e as políticas e práticas ambientais no Brasil, com o propósito de promover a conservação da natureza em unidades de conservação. No estudo de caso da Floresta Nacional de Ipanema (Iperó/SP, os resultados mostram que a perda de hábitat e a fragmentação provocam um complexo de mudanças na biodiversidade. Essas mudanças mostram que é uma ilusão infeliz e perigosa imaginar que uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável pode promover a conservação dos recursos naturais, da biodiversidade e da integridade do ecossistema. Sustainable Development and Conservation of the Nature in Protected Areas: the case of Ipanema National Forest (Iperó/SP Abstract The sustainable development has not yet been understood because the sustainability, as defined by the Brundtland Commission, is a composite and thus has ambitious political aims. This article provides a review and discussion of the sustainable development, social and economic impacts on biodiversity and the environmental policies and practices in Brazil to promote conservation in Protected Areas. By using the case of Ipanema National Forest (Iperó/SP, the results show that habitat loss and fragmentation impose a complex set of changes in the biodiversity. These changes can also show that it is a sad and dangerous illusion to imagine that those areas where heavier sustained use is permissible can promote conservation of natural resources, biodiversity and ecosystem integrity.

  18. Dinâmica e estoque de carbono em floresta primária na região de Manaus/AM Dynamics and carbon storage in primary forest in the region of Manaus / AM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cintia Rodrigues de Souza

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho analisou dados de três inventários florestais realizados na área da Floresta Experimental, pertencente à Embrapa Amazônia Ocidental e localizada no km 54 da BR-174, em Manaus/AM. O objetivo foi estudar a dinâmica da floresta - taxas de incremento, recrutamento e mortalidade - além do estoque de carbono, em uma área de floresta primária, sem qualquer tipo de intervenção. Os inventários foram realizados nos anos de 2005, 2007 e 2010, em 15 parcelas permanentes de 1 hectare cada, onde foram mensuradas todas as árvores com diâmetro a 1,3 m de altura do solo (DAP superior a 10 cm. Foram calculadas as taxas de recrutamento e mortalidade, os incrementos periódicos anuais (IPAs em termos de DAP, área basal e volume, as biomassas fresca e seca acima do nível do solo e total e o estoque de carbono da vegetação. As taxas de recrutamento foram de 2% e 1,8% e as de mortalidade foram de 0,95% e 1,3% para os períodos entre 2005 e 2007 e 2007 e 2010, respectivamente. O volume foi de 345,62 m3 ha-1 para o ano de 2005, aumentando para 360,67 m3 ha-1 em 2010, com IPAs de 4,32 m3 ha-1 ano-1 entre 2005 e 2007 e 1,31 m3 ha-1 ano-1 entre 2007 e 2010. O estoque de carbono total teve um acréscimo de 173,63 t C ha-1 em 2005 para 181,01 t C ha-1 em 2010, confirmando que a floresta acumulou carbono no período, atuando assim como sumidouro.This study analyzed data from three forest inventories conducted in the Experimental Forest, which belongs to Embrapa Western Amazon basin and is located at km 54 on BR-174, Manaus / AM. The aim was to study forest dynamics - the rates of recruitment, growth and mortality - in addition to carbon storage in an area of primary forest, without any intervention. The surveys were conducted in the years 2005, 2007 and 2010 in 15 permanent plots of 1 hectare each. There, all trees with diameter at breast height (DBH above 10 cm were measured. We calculated the rates of recruitment and mortality, the periodic

  19. Regeneração de espécies nativas lenhosas sob plantio de Eucalyptus em área de Cerrado na Floresta Nacional de Paraopeba, MG, Brasil Regeneration of wood natives species under Eucalyptus stand of Cerrado area in the Floresta Nacional of Paraopeba, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreza Viana Neri

    2005-06-01

    Full Text Available A regeneração de sub-bosques em plantios homogêneos tem estreita dependência de florestas vizinhas. Outros fatores exercem influência, como a ecologia da dispersão da espécie, os efeitos de borda e clareiras. Diante disto, procurou-se conhecer a florística e a estrutura da vegetação lenhosa de espécies nativas sob plantio de Eucalyptus em área de Cerrado na Floresta Nacional de Paraopeba, MG, e verificar a variação da riqueza, da densidade e de indivíduos zoocóricos e anemocóricos da borda para o interior do talhão. Para tal, foram alocadas cinco parcelas de 5×40 m, subdivididas em parcelas 5×10 m. Foram encontradas 47 espécies e destas as que se destacaram foram Magonia pubescens A. St.-Hil.e Miconia albicans (Sw. Triana, principalmente quanto à alta densidade. Das espécies amostradas 53% possuem dispersão zoocórica e 43% anemocórica. Verificou-se também a diminuição da riqueza, da densidade e da percentagem de indivíduos anemocóricos da borda para interior. Porém a percentagem de indivíduos zoocóricos aumentou no interior do talhão. A maior riqueza e densidade na borda dá-se pela dificuldade da dispersão de diásporos no interior do fragmento. O índice de diversidade (H'= 2,49 encontrado para este estudo foi próximo aos valores observados em estudos em regeneração sob Eucalyptus em áreas de Cerrado.The regeneration of understory in homogeneous stands is closely dependent of neighbour forests. Others factures also have influency such as the species dispersion ecology, the border effects and clearings. Therefore, the objective of this work were to study the floristic and structure of native woody plant species growing under stands of Eucalyptus in the Cerrado area in the Flona (Floresta Nacional - National Forest of Paraopeba, Minas Gerais, Brazil, and to determine the variations in richness, density and the zoochorous and anemochorous individual dispersions from the borders into the stand. To carry out

  20. Distribuição espacial de Mesadenella cuspidata (Lindl. Garay (Orchidaceae em uma floresta ribeirinha em Santa Maria, RS, Brasil Spatial distribution of Mesadenella cuspidata (Lindl. Garay (Orchidaceae in a riparian forest, Santa Maria, RS, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Carlos Budke

    2004-03-01

    Full Text Available Mesadenella cuspidata é uma orquídea terrícola encontrada no interior de florestas no Sul do Brasil. Apesar de seu valor ecológico e ornamental, pouco se conhece sobre a biologia desta espécie. Os objetivos deste trabalho foram identificar o padrão de distribuição espacial de M. cuspidata e verificar se há correlação entre o número de indivíduos jovens e adultos em uma floresta ribeirinha. Para o levantamento, foram amostradas 60 parcelas de 16m² cada. Durante agosto e setembro/2001 foram inventariados os indivíduos jovens e adultos das parcelas. Para identificar-se o padrão de distribuição espacial, utilizaram-se o índice de Morisita (MI e a razão de variância/média (R. Foram encontrados 463 indivíduos jovens e 178 adultos. Indivíduos jovens e adultos apresentaram distribuição espacial agrupada, sendo que os adultos (IM = 2,17; R = 4,52 estão mais agrupados que os jovens (IM = 1,82; R = 7,82. O coeficiente de correlação linear encontrado r = 0,61, demonstrou que a densidade de indivíduos adultos está altamente relacionada à densidade de indivíduos jovens.Mesadenella cuspidata (Lindl. Garay is a terrestrial orchid found inside Southern Brazilian forests. In spite of its ecological and ornamental value, little information is aviable on its biology. The aim of this work was the identification of the spatial distribution patterns of M. cuspidata in a riparian forest. We have sampled 60 quadrats of 16m² each. All the young and adult individuals of the quadrats were included. To identify the pattern of spatial distribution, the Morisita Index (MI and the variance/mean Reason (R were used. The linear correlation coefficient was used to verify if there is correlation between populations of the juvenils and adults. From 641 individuals sampled, 463 were juvenils and 178 were adults. Juvenils and adult individuals presented gregarious spatial distribution, but the adults (MI = 2,17; R = 4,52 were more gregarious than the

  1. Deposição de nutrientes pela serapilheira em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul Nutrients input from litter in a seasonal deciduous forest fragment in Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseane Savian Marafiga

    2012-12-01

    Full Text Available O conhecimento do aporte de nutrientes das espécies que compõem a Floresta Estacional Decidual é ainda incipiente. Objetivou-se, neste trabalho, determinar a deposição de nutrientes pela serapilheira de diferentes espécies, em uma Floresta Estacional Decidual, no município de Itaara, RS. Para a coleta de serapilheira, foram demarcadas seis parcelas de 25,0 m x 17,0 m cada, sendo distribuídos cinco coletores em cada parcela. As coletas de serapilheira foram realizadas mensalmente, no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2007. A serapilheira foi separada em folhas, galhos finos (diâmetro Knowledge on nutrient deposition from species that compose the Deciduous Forest is incipient. The objective of this study was to determine the nutrient input by different species, from litter deposition in a Seasonal Deciduous Forest in Itaara, RS. Six plots (25.0 m x 17.0 m were installed for litter collection,. In each plot, 5 mesh-screen traps were allocated. The litter was monthly collected from January 2006 to December 2007. Litter was sorted out in leaves, twigs (diameter < 0.5 cm and mixture (flowers, fruits, seeds and non identified plant parts. Leaves were separated regarding the most representative species in the forest. The material was analyzed for the levels of macro and micronutrients. The concentration of nutrients differed between species. The highest nutrient input occurred from the leaf fraction, followed by twigs and mixture. Among the evaluated species, Parapiptadenia rigida showed the highest nutrient transfer, except for Mn that was highest in Matayba elaeagnoides, and Ocotea pulchella.

  2. Estoques de carbono e nitrogênio em solo sob florestas nativas e pastagens no bioma Pantanal Carbon and nitrogen stocks in soil in native forests and pasture in the Pantanal biome, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evaldo Luis Cardoso

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto da conversão da floresta nativa em pastagem cultivada, e exposição da pastagem nativa ao sistema de pastejo contínuo, sobre os estoques de C e N no solo, em ecossistemas naturais do Pantanal. Foram avaliados três remanescentes de floresta nativa, três áreas de pastagens de Urochloa decumbens com diferentes idades de formação, e uma pastagem nativa submetida ao sistema de pastejo contínuo e sem pastejo, por 3 e 19 anos. Amostras de solo foram coletadas nas profundidades de 0-10, 10-20 e 20-40 cm, com três repetições. A conversão de florestas em pastagens promoveu redução nos estoques de carbono orgânico e carbono microbiano no solo, principalmente nas pastagens cultivadas há mais tempo. Contudo, não houve alteração nos estoques de nitrogênio total. As perdas nos estoques de carbono ocorreram nas três frações húmicas, mas, proporcionalmente, as maiores perdas ocorreram nas frações ácidos húmicos e fúlvicos. As pastagens cultivadas e nativas, sob pastejo contínuo, não são capazes de acumular mais carbono no solo do que os ecossistemas naturais.The objective of this work was to evaluate the impact of the conversion of native forests into cultivated pasture, and exposure of native pasture to continuous grazing, on the C and N stocks in the soil, in the Brazilian Pantanal wetlands. Three remnants of native forest, three areas with Urochloa decumbens pastures at different ages of formation, and one native pasture submitted to continuous grazing and without grazing for 3 and 19 years were evaluated. Soil samples were collected at 0-10, 10-20 and 20-40 cm depths, with three replications. The conversion of native forests into pastures promoted reduction of organic carbon and microbial carbon stocks in the soil, mainly in cultivated pastures with longer implantation time. However, no alteration in the total N stocks was observed. Carbon stock losses occurred in the three

  3. Dinâmica da estrutura da comunidade de lauráceas no período 1995-2004 em uma floresta de araucária no sul do estado do Paraná, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geise de Góes Canalez

    2010-08-01

    Full Text Available Várias espécies da família Lauraceae estão entre as mais comuns na Floresta de Araucária. Elas possuem bom potencial silvicultural e econômico, mas são pouco estudadas. Este trabalho trata das mudanças estruturais no período 1995-2004 de oito espécies da família Lauraceae ocorrentes em um fragmento florestal localizado no centro-sul do estado do Paraná. As espécies foram analisadas pelos indicadores estruturais e dinâmicos: IVI, abundância, área basal, volume, distribuição diamétrica, distribuição espacial, recrutamento, mortalidade e incrementos. Os resultados demonstraram que, em 10 anos de dinâmica estrutural, a família Lauraceae, de maneira geral, manteve inalterada sua posição de importância na comunidade. Observou-se que as Lauráceas passam por aumento de densidade, porque o recrutamento está sendo maior que a mortalidade. Já o crescimento das Lauráceas tem sido muito baixo, tanto em diâmetro como em área basal e volume. Embora a maior parte das Lauráceas apresente um padrão dinâmico lento, algumas espécies passam por um intenso processo de mudanças, como é o caso da canela-amarela (Nectandra grandiflora Nees & Mart. ex Nees, que aumentou a maioria dos seus indicadores estruturais e dinâmicos, constituindo-se na espécie de maior destaque entre as analisadas. Essa espécie apresenta recrutamento muito superior à mortalidade, distribuição diamétrica decrescente e ampla distribuição espacial. Esses elementos estão tornando essa espécie em uma das três mais importantes em toda a comunidade, juntamente com a araucária (Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze e a erva-mate (Ilex paraguariensis A.St.-Hil.. Concluiu-se que, em 10 anos, já é possível distinguir processos ecológicos importantes que podem servir como indicativos em Planos de Manejo para Florestas semelhantes de Araucária.

  4. Rehabilitation practices in a burned Araucaria Forest patch: partial results Ações de recuperação em área degradada por fogo em Floresta Ombrófila Mista: resultados parciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Carlos Rosot

    2010-06-01

    Full Text Available

    This study describes the initial measures taken to reconstitute the forest cover in a burned area of Araucaria Forest by means of planting seeds and seedlings of <em>Araucaria angustifolia (em>parana pine<em> em>and <em>Ocotea porosa em>(imbuia. The study area is located at the Experimental Station of Caçador, in Caçador, State of Santa Catarina, Brazil. Species were systematically arranged in lines and rows over the experimental area and a spacing of 5 x 5 m between trees belonging to the same species was adopted. There were planted 123 parana-pines and 96 imbuias. Thirty-five trees, which remained after the fire, were also left in the area. Parana-pines were firstly planted by seed, but due to the attack of <em>Cebus apella nigritus em>on the newly emerged plants, it was necessary to replant them using seedlings. Imbuias were planted using seedlings and some damages due to ants and caterpillars were observed. At the present phase of the research, survival analyses are being performed, as well as the collection of data for a Geographic Information System. Next steps will include sampling of natural regeneration of tree species of economic importance occurring in the same area.

    O presente trabalho relata as ações iniciais desenvolvidas em um   remanescente de Floresta com Araucária, que sofreu perturbação por  fogo, no qual se pretende favorecer a recomposição da cobertura  florestal por meio do plantio de sementes e mudas de Araucaria  angustifolia (pinheiro e Ocotea porosa (imbuia. A área de estudo  localiza-se na Estação Experimental de Caçador, Município de Caçador,  SC. A distribuição das espécies sobre a área ocorreu de  forma sistemática, com o plantio em linhas, respeitando-se o  espaçamento de 5 m x 5 m entre indivíduos de mesma espécie.  Foram plantados na área 123 indivíduos de araucária e 96 de imbuia,  somandose aos 35 indivíduos adultos remanescentes. Para a  arauc

  5. Distribuição espacial de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana Spatial distribution of a Mixed Ombrophylus Forest fragment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião do Amaral Machado

    2012-06-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo analisar a distribuição espacial de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, bem como de três espécies de grupos sucessionais distintos pertencentes a ela, pela função K de Ripley. Os dados utilizados provêm de um censo realizado em um fragmento localizado no Campus Jardim Botânico da UFPR, Curitiba-PR, onde todas as árvores com DAP acima de 10cm foram georreferenciadas. Foi utilizada uma parcela de 4 ha para a análise da distribuição espacial da floresta bem como das espécies de Araucaria angustifolia (Bertol. O. Kuntze (Araucária, Casearia Sylvestris Sw. (Cafezeiro e Cedrela fissilis Vell. (Cedro. Foi analisada a relação espacial entre as espécies, bem como a relação espacial entre classes diamétricas destas. A floresta apresentou uma distribuição espacial aleatória, entretanto, as três espécies selecionadas apresentaram um padrão espacial agregado, quando analisadas separadamente. O Cafezeiro apresentou relação de atração com a Araucária e com o Cedro; estes, por sua vez, apresentaram relação de repulsão entre si. A relação espacial entre classes de DAP da Araucária foi de atração entre os indivíduos de classes menores com os indivíduos maiores. Este resultado reflete a forma de dispersão de sementes das espécies, em que a regeneração ocorre em proximidade às árvores parentais. Para o cafezeiro e o Cedro, ocorreu agregação apenas entre os indivíduos menores.The objective of this research was to analyze the spatial distribution of a Mixed Ombrophylus Forest fragment, as well as of three species pertaining to distinct successional groups belonging to the same, by the Ripley's K function. The data came from a census carried out in a fragment located in the Campus Botanical Garden, UFPR, Curitiba - PR, Brazil, where all trees with DBH above 10cm were georeferenced. One plot with 4 ha was used for the analysis of the spatial distribution of the forest and

  6. Erosão hídrica pós-plantio em florestas de eucalipto na bacia do rio Paraná, no leste do Mato Grosso do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernardo Moreira Cândido

    2014-10-01

    Full Text Available Nas regiões tropicais, o desgaste provocado no solo por ação das águas da chuva, ou seja, a erosão hídrica é a mais importante forma de degradação do solo. Visto que os plantios florestais de eucalipto estão inseridos em ecossistemas sensíveis às perturbações antrópicas em razão de ocorrência de plantações em solos com baixos teores de argila, com baixa fertilidade natural e grande parte das plantações estabelecidas em antigas áreas agrícolas e de pastagens degradadas, surge a necessidade do entendimento dos processos que regem a erosão hídrica e suas relações com as perdas de solo e água nos sistemas florestais. Objetivaram-se com este trabalho calcular os valores de erosividade da chuva (fator R - EI30, estimar a tolerância de perda de solo (T para as classes representativas nas áreas de estudo, avaliar as perdas de solo e água por erosão hídrica e verificar a influência, por meio de análise de componentes principais (ACP, de atributos físicos e matéria orgânica do solo sobre a erosão hídrica em florestas de eucalipto no estádio de pós-plantio. Os tratamentos constituíram de diferentes sistemas de manejo dos resíduos e da disposição de plantio (nível e desnível, em dois biomas distintos, Cerrado e Floresta, e solo descoberto. Os solos foram classificados como Latossolo Vermelho distrófico típico textura média-alta fase floresta (LVd1 e Latossolo Vermelho distrófico típico textura média-baixa fase cerrado (LVd2. O estudo foi realizado em áreas experimentais de plantio de eucalipto localizadas no município de Três Lagoas, na bacia do Rio Paraná, no leste do Mato Grosso do Sul. O índice de erosividade anual obtido foi de 6.792,7 MJ mm ha-1 h-1 ano-1. Os valores de T variaram de 9,0 a 11,0 Mg ha-1 ano-1, para o LVd2 e LVd1, respectivamente. As perdas de solo apresentaram valores em torno de 0 a 0,505 Mg ha-1 no LVd1 e de 0 a 0,853 Mg ha-1, no LVd2. A ACP evidenciou-se eficiente na

  7. Florística e ecologia das comunidades de briófitas em um remanescente de Floresta Atlântica (Reserva Ecológica de Gurjaú, Pernambuco, Brasil)

    OpenAIRE

    Rangel Germano, Shirley

    2003-01-01

    Foi elaborada uma lista das briófitas da Reserva Ecológica do Gurjaú, remanescente de Floresta Atlântica de Pernambuco (Lat. 08º10 00 e 08º15 00 S; Long. 35º02 30 e 35º05 00 O). A Reserva ocupa ca. 1362 ha, e engloba fragmentos de mata de tamanho e estado de conservação diversos. O levantamento constou do estudo de material coletado durante os anos de 2000 e 2001, e da análise de exsicatas do Herbário UFP da Universidade Federal de Pernambuco. Coletaram-se briófitas em troncos vivos e morto...

  8. Variações da fisionomia, diversidade e composição de guildas da comunidade arbórea em um fragmento de floresta semidecidual em Lavras, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nunes Yule Roberta Ferreira

    2003-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo analisar diferenças na estrutura fisionômica, na diversidade de espécies e na composição de guildas da comunidade arbórea de setores de um fragmento de floresta semidecidual que se encontram em diferentes fases de regeneração e graus de exposição à borda. O fragmento, que possui 5,8ha de área e está situado no município de Lavras, MG (21°13'40''S, 44°57'50''W, foi dividido em quatro setores e submetido a um censo das árvores com DAP > 5cm. Os setores foram comparados quanto à densidade, área basal, distribuição de alturas e de diâmetros, diversidade de espécies e freqüência de árvores por guildas de regeneração, estratificação e dispersão. Os setores menos perturbados no passado, Interior Alto e Borda Alta, apresentaram maiores áreas basais e menores densidades de árvores (sobretudo das de menor tamanho, maiores proporções de árvores de espécies clímax tolerantes à sombra e de espécies de grande porte que os mais perturbados, Interior Baixo e Borda Baixa. Estas diferenças realçam que os setores Altos estão em uma fase mais avançada do processo de regeneração. Os setores de Borda tiveram maior freqüência de indivíduos de espécies com dispersão anemocórica que os de Interior. Cada setor de Borda teve maior diversidade de espécies que seu parceiro de Interior. Concluiu-se que os parâmetros analisados podem, em conjunto, servir como bons avaliadores da severidade da perturbação sofrida no passado, da fase regenerativa atual e do efeito borda.

  9. Relação entre a altura de inundação, riqueza específica de plantas e o tamanho de clareiras naturais em uma floresta inundável de igapó, na Amazônia Central

    OpenAIRE

    Ferreira,Leandro Valle; Almeida,Samuel S.

    2005-01-01

    Apesar do considerável número de estudos publicados sobre clareiras em regiões tropicais, nenhum deles foi publicado sobre a regeneração de espécies de plantas em clareiras naturais nas florestas inundadas da Amazônia. Essas florestas apresentam forte flutuação do nível dos rios, que pode variar em até 15 m, entre as estações de seca e cheia, inundando extensas áreas ao longo de rios e igarapés. O objetivo deste estudo foi determinar se diferenças na posição das clareiras no gradiente de inun...

  10. Classes sucessionais e síndromes de dispersão de espécie arbóreas e arbustivas existentes em vegetação ciliar remanescente (Conchal, SP, como subsídio para avaliar o potencial do fragmento como fonte de propágulos para enriquecimento de áreas revegetadas no Rio Mogi-Guaçu, SP Successional groups and dispersal syndromes of tree and shrub species at the riparian forest fragment in Conchal, SP, Brazil to evaluate its potential as a source of seeds to the enrichment of revegetated riparian areas along the Mogi-Guaçu River, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa de Aquino

    2009-04-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado em fragmento de vegetação ciliar remanescente, localizado à margem direita do rio Mogi-Guaçu, Município de Conchal, SP, tendo como objetivo a avaliação do potencial desse fragmento como fonte de propágulos para projetos de enriquecimento em áreas ciliares implantadas na região de Mogi-Guaçu, SP. Para tanto, foi realizada a caracterização sucessional e da síndrome de dispersão das espécies arbóreas e arbustivas. No local, foram registradas 99 espécies arbóreas e arbustivas, pertencentes a 38 famílias. As famílias com maior número de espécies foram Euphorbiaceae, Fabaceae, Myrtaceae e Rubiaceae. Quanto aos grupos sucessionais, foi verificado equilíbrio na quantidade de espécies secundárias tardias (28,3% e daquelas típicas de sub-bosque (23,2%. A síndrome de dispersão predominante entre as espécies arbóreas e arbustivas foi a zoocoria, identificada em 64,6% delas, seguida pela anemocoria, que representou 20,2% dos casos. Os resultados gerais apontaram o bom estado de conservação desse fragmento e a viabilidade de sua utilização como fonte de propágulos para ações de revegetação em áreas ciliares da região.This work was conducted in a reminiscent Riparian forest fragment at the Mogi-Guaçu River, in Conchal, SP, Brazil, to evaluate the potential of this fragment as a seed supplier to other projects regarding the preservation and enrichment of this type of forest in the region. Thus, the tree and scrub species sampled in floristic surveys were classified according to their dispersal syndromes and successional groups, with 38 families and 99 species being recorded in the area. The families with the most species were Euphorbiaceae, Fabaceae, Myrtaceae, and Rubiaceae. A balance was observed between late secondary species (28.3% and understory species (23.2%. Zoochory was the most frequently observed syndrome (64.6%, followed by anemochory (20.2%. These results show the good

  11. IMPACTO AMBIENTAL AO LONGO DE TRILHAS EM ÁREAS DE FLORESTA TROPICAL DE ENCOSTA: Maciço da Tijuca Rio de Janeiro - RJ

    OpenAIRE

    Adriano Severo Figueiró; Ana Luiza Coelho Netto

    2009-01-01

    La meta de esta investigación era identificar y evaluar la pendiente medioambiental generado por la propagación del efecto del borde en el sendero del bosque en dos áreas seleccionadas con los grados diferentes de densidad urbana (el área de Catrambi - densidad alta, y área de Soberbo - densidad baja), en el borde de Floresta da Tijuca - Río de Janeiro (RJ). La hipótesis activa era que el aumento en la presión urbana en el interfaz ciudad-bosque hace un cambio en la dinámica del efecto del bo...

  12. Herpetofauna em um fragmento de Floresta Atlântica no Estado da Paraíba, Região Nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Gindomar Gomes Santana; Washington L. S. Vieira; Gentil A. Pereira-Filho; Fagner R. Delfim; Yuri C. Lima; Kleber S. Vieira

    2008-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p75A herpetofauna de um fragmento urbano de Floresta Atlântica foi estudada quanto à riqueza de espéciese à utilização do habitat. A coleta de espécimes  foi realizada através de procura visual limitada por tempo e armadilhas de interceptação e queda. Foram registradas quatorze espécies de anfíbios anuros pertencentes às famílias Bufonidae, Brachycephalidae, Hylidae, Leptodactylidae, Leiuperidae, Microhylidae e Ranidae. Os répteis foram representad...

  13. Trap and soil monolith sampled edaphic spiders (arachnida: araneae in Araucaria angustifolia forest Aranhas (arachnida: araneae edáficas amostradas por armadilhas e monólitos de solo em florestas com Araucaria angustifolia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dilmar Baretta

    2007-08-01

    Full Text Available Forests with Araucaria angustifolia (Bert. O. Kuntze trees are endangered in Brazil, and information on the diversity of soil spider families associated to these environments is practically inexistent. The present study was set up to evaluate the abundance and diversity of soil spider families in natural and reforested Araucaria forests, impacted or not by fire, and to identify the most efficient method to collect these organisms. The study was conducted in four areas: native forest with predominance of Araucaria (NF; Araucaria reforestation (R; Araucaria reforestation submitted to an accidental fire (RF; and native grass pasture with native Araucaria and submitted to an intense accidental fire (NPF. Considering both sampling methods (Monolith and Pitfall traps, 20 spider families were identified. The pitfall trap method was more effective as it captured 19 out of the 20 recorded families, while the Monolith method extracted only ten spider families. Spider family abundance and Shannon's diversity index (H were affected by the employed collection method; the values for these attributes were always higher for the NF and lower for the NPF. Correspondence analysis (CA showed a spatial separation among spider familiy assemblages from the different studied areas. It is suggested that changes in the abundance of soil spider families in Araucaria forests are mainly caused by recurrent human intervention over the last few years.As florestas com Araucaria angustifolia (Bert. O. Kuntze estão ameaçadas de extinção no Brasil, e são praticamente inexistentes as informações sobre a diversidade de famílias de aranhas de solo associadas nestes ambientes. O estudo teve o objetivo de avaliar, em florestas com araucária naturais e reflorestadas, impactadas ou não pela queima acidental, a abundância e diversidade de famílias de aranhas, além de identificar o método mais eficiente para coletar estes organismos. O estudo foi conduzido em quatro

  14. GPR para a verificação do nível d'água subterrânea em transição floresta amazônica e cerrado Ground Penetratin Radar (GPR water level monitoring study of a mature transitional tropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Helena Marcelino

    2005-09-01

    Full Text Available Um estudo do monitoramento do nível de água foi realizado com medidas diretas e com Radar de Penetração no Solo (GPR em uma floresta tropical de transição para o cerrado. Três poços de monitoramento do nível de água foram instalados durante 2001/2002 em três locais diferentes: o primeiro em uma área de floresta permanente, outro em área de floresta manejada e outra em uma área de pasto. Os perfis de GPR mostram que o nível do topo do lençol freático aparece como um refletor horizontal forte em março e em agosto de 2002, e como um refletor fraco durante medidas em maio e outubro de 2001 com descontinuidades devido a diversas lentes de solo laterítico no solo. O topo do lençol de água é facilmente confundido com a presença de tais lentes. A umidade do solo teve uma influência nestes sinais da reflexão, mudando a constante dielétrica do solo. A profundidade do topo do lençol da água variou 1,8 m sob a floresta permanente, 0,9 m sob a floresta manejada e 3,7 m sob o pasto.A Ground Penetratin Radar (GPR water level monitoring study of a mature transitional tropical forest is presented. Three water tables monitoring wells were installed during 2001/2002 at three different sites: under permanent forest, under managed forest and pasture. The GPR profiles show that the water table appears as a strong horizontal reflector in March and August, 2002,and as a weak, discontinuous reflector during measurements in May and October 2001. Due to several laterite lenses in the soil, the water table can easily be mistaken in place of such lenses. Soil moisture had an influence on these reflection signals, changing the dielectric constant of soil. The depth of the water table varied 1.8 m under permanent forest, 0.9 m under management forest and 3.7 m under pasture.

  15. Earthworm assemblages in an ecotone between forest and arable field and their relations with soil properties Comunidades de minhocas em um ecótono entre floresta e campo arável e suas relações com as propriedades do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josef Zeithaml

    2009-08-01

    Full Text Available The objective of this work was to assess the effects of a forest-field ecotone on earthworm assemblages. Five sites (blocks differing in the type of crop rotation used in the field were studied in Central Bohemia, Czech Republic. In each block, sampling was carried out in seven parallel rows perpendicular to a transect from a forest (oak or oak-pine to the centre of a field, both in spring and autumn 2001-2003. Individual rows were located in the forest (5 m from the edge, in the forest edge, and in the field (at 5, 10, 25, 50 and 100 m distances from the forest edge. The density and biomass of earthworms were lowest in the forest, increased markedly in the forest edge, decreased again at 5 or 10 m distance from the forest edge and then continuously increased along the distance to the field boundary. The highest number of species was found in the forest edge and in the field boundary. Individual species differed in their distribution along the transect. Both density and biomass of earthworms were correlated with distance from forest edge, soil organic matter content, soil porosity, and water infiltration rate.O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de um ecótono entre floresta e campo arável sobre comunidades de minhocas. Cinco locais (blocos com diferentes tipos de rotação de culturas utilizados no campo foram estudados na Boêmia Central, República Tcheca. Em cada bloco, amostragens foram feitas em sete linhas paralelas perpendiculares a um transecto de floresta (carvalho ou carvalho e pinheiro, em direção ao centro de um campo, na primavera e no outono de 2001-2003. Linhas individuais foram marcadas na floresta (a 5 m da borda, na borda da floresta e no campo (a 5, 10, 25, 50 e 100 m da borda da floresta. A densidade e biomassa das minhocas foi menor na floresta, aumentou marcadamente na borda da floresta, decaiu novamente a 5 ou 10 m de distância da borda da floresta e aumentou continuamente com a distância até o limite do

  16. Bacteria diversity and microbial biomass in forest, pasture and fallow soils in the southwestern Amazon basin Diversidade de bacteria e biomassa microbiana em solos sob floresta, pastagem e capoeira no sudoeste da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Cenciani

    2009-08-01

    tropical amazônica supostamente abrigam elevada biodiversidade microbiana. Entretanto, as ações antrópicas de corte e queima, especialmente para o estabelecimento de pastagens, induzem mudanças profundas nos ciclos biogeoquímicos. Após alguns anos de uso, a produtividade da gramínea declina, a pastagem é abandonada, tornando-se uma vegetação secundária, denominada "capoeira" ou pousio. O objetivo deste trabalho foi avaliar como o desmatamento da floresta amazônica para o estabelecimento de pastagem altera: a diversidade do domínio Bacteria avaliada por PCR-DGGE; a biomassa microbiana e alguns atributos químicos do solo (pH, umidade, P, K, Ca, Mg, Al, H + Al e SB; e a influência de variáveis ambientais na estrutura genética de comunidades bacterianas. A pastagem continha entre 30 e 42 % mais carbono total (C do que a capoeira e aproximadamente 47 % mais C do que a floresta ao longo do ano. O mesmo padrão foi observado para o nitrogênio total (N. A biomassa microbiana na pastagem foi 38 e 26 % maior do que nas áreas de capoeira e floresta, respectivamente, durante a estação chuvosa. O padrão de bandas em DGGE revelou menor número de bandas por área na estação seca, porém as diferenças na estrutura de comunidades bacterianas entre as áreas de estudo foram mais bem definidas do que na estação chuvosa. O perfil de bandas encontrado na floresta esteve mais associado ao teor de Al e às taxas Cmic:Ctot e Nmic:Ntot. Em relação às áreas de pastagem e capoeira, a estrutura do domínio Bacteria esteve mais associada a pH, soma de bases, umidade, C e N totais e à biomassa microbiana. De modo geral, a biomassa microbiana em solos é influenciada pelos teores de C e N totais, os quais estiveram associados ao domínio Bacteria, visto que a comunidade bacteriana é uma fração componente e ativa da biomassa microbiana. Os resultados indicam que a composição genética das comunidades microbianas dos solos da Amazônia mudou ao longo da sequ

  17. Regeneração natural em um fragmento de floresta estacional semidecidual em Viçosa, Minas Gerais Natural regeneration in a fragment of a seasonal semideciduous forest in Viçosa - Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos Marangon

    2008-02-01

    Full Text Available O levantamento da regeneração natural das espécies arbóreas em diferentes toposseqüências foi realizado em uma área de aproximadamente 40 ha, localizada no Município de Viçosa, MG, que se encontra nas coordenadas 20º 45' S e 42º 55' W e está preservada desde 1965. A altitude, na área de estudo, apresenta uma cota mínima de 730 m e uma máxima de 870 m, sendo o solo predominante o Latossolo Vermelho-Amarelo álico, com vegetação de Floresta Estacional Semidecidual. Na amostragem de 1,0 ha foram locadas 40 subparcelas de 25 m² (5 x 5 m, em 40 parcelas de 10 x 25 m, utilizadas anteriormente em um levantamento fitossociológico das espécies adultas. Essas subparcelas estão distribuídas nas toposseqüências que apresentam áreas diferenciadas e o número de subparcelas foi proporcional à área. Plano (5,07 ha -5 subparcelas, encosta (13,2 ha - 15 subparcelas, ravina (17,28 ha - 17 subparcelas e topo (2,43 ha - 3 subparcelas. Os indivíduos amostrados foram incluídos em três classes: a classe 1 contemplou indivíduos com altura (H 1,0 3,0 m. O nível de inclusão foi de CAP Natural regeneration of tree species at different toposequences was assessed in an area of 40 ha in Viçosa-MG.( 20º 45'S and 42º 55' W, preserved since 1965, with minimum altitude of 730 m and maximum of 870 m. The soil was classified as Red-yellow alico Latisol and the vegetation was characterized as semideciduous forest.The 1.0 samplings consisted of 40 sub-units (samples with 5 x 5 m. These sub-units were inserted in the middle samples (10 x 25 m.previously evaluated the phyto-sociology of the tree community distributed in the toposequence's different: plan (5.07 ha - 5 sub-units, lean (13.2 ha - 15 sub-units, ravine (17.28 ha - 17 sub-units and top (2.43 ha - 3 sub-units. Was developed with heights divided in three categories (1 - individuals with minimum height 1 3 m. The inclusion level was of CAP < 15,0 cm. 957 individuals were observed, belonging

  18. FLORÍSTICA E ESTRUTURA EM ÁREA DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL NA REGIÃO DO ALTO URUGUAI, RS / FLORISTIC AND STRUCTURE IN AREA OF SEASONAL DECIDUOUS FOREST IN THE REGION OF THE ALTO URUGUAI, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. R. Lambrecht

    2016-06-01

    Full Text Available           O trabalho teve como objetivos realizar a análise florística das estruturas horizontal e vertical em um fragmento de Floresta Estacional Decidual (FED na região do Alto Uruguai, em Frederico Westphalen, RS, Brasil. Foi realizado um censo em uma área amostral de 10.000 m², subdividida em 100 subparcelas de 10x10 m. Realizou-se a mensuração e a identificação de todos os indivíduos de espécies arbóreas com circunferência a altura do peito (CAP≥ 31,4cm. Com os dados obtidos, foram realizados cálculos de densidade (D, frequência (F, dominância (Do, índice de valor de importância (IVI, índice de valor de cobertura (IVC e a estratificação dos indivíduos. O maior número de espécies concentrou-se na família Fabaceae (10 e o maior número de indivíduos na família Meliaceae (147 ou 25,3%. Trichilia claussenii C. DC. Nectandra megapotamica (Spreng. Mez, Achatocarpus praecox Griseb. e Eugenia rostrifolia D. Legrand representaram 38,28% da densidade relativa e Holocalyx balansae Micheli, Trichilia claussenii, Nectandra megapotamica, Cordia americana (L. Gottshling & J.E.Mill., Phytolacca dioica  L., Achatocarpus praecox, e Eugenia rostrifolia representaram 50,5% da dominância relativa. Considerando a estrutura vertical, as sete espécies mais frequentes apresentaram uma maior quantidade de indivíduos no estrato médio. Conclui-se que a área florestal encontra-se em estágio intermediário de sucessão.

  19. Composição florística do estrato arbóreo de floresta Atlântica Interiorana em Araponga - Minas Gerais Tree strtum floristc composition of an Inland Atlantic forest in Araponga - MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michellia Pereira Soares

    2006-10-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram determinar a composição florística de um fragmento de Floresta e analisar a sua similaridade com outras áreas de Floresta Estacional Semidecidual e Floresta Ombrófila Densa, com o intuito de classificar a tipologia florestal da área de estudo. O levantamento foi realizado em uma trilha interpretativa na Pousada Serra D'Água (20º41'24"S e 42º29'47"W, 1.100 m de altitude, região de entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB, Município de Araponga, MG. A listagem florística foi obtida a partir do levantamento fitossociológico, no qual foram demarcados 150 pontos quadrantes. Foram relacionadas 147 espécies, 98 gêneros e 50 famílias. As famílias com maior número de espécies foram: Melastomataceae (14, Leguminosae (11, Myrtaceae (10, Rubiaceae (8, Annonaceae (7, Flacourtiaceae (7, Lauraceae (7 e Meliaceae (6. Os resultados da análise de agrupamento revelaram que os aspectos de proximidade geográfica e altitude são os principais responsáveis pela similaridade florística de muitas áreas. A vegetação da área de estudo pode ser classificada como Floresta Estacional Semidecidual Montana, pelo fato de a sua composição florística mostrar alta similaridade com outras áreas dessa mesma tipologia.The objective of this work was to determine the floristic composition of a forest fragment and to analyze its similarity with other areas of the Semideciduous Seasonal Forest and Dense Ombrophylous Forest, in order to classify the forest typology of this area. The survey was carried out in an interpretative trail at the Pousada Serra D'Água (20º41'24"S and 42º29'47"W, 1100 m altitude, in the region around the Serra do Brigadeiro State Park (PESB, municipality of Araponga, MG. The floristic list was obtained from the phytosociological survey in which 150 quarter-centered-points were established. A total of 147 species, 98 genera and 50 families were found. The families with the greatest

  20. Caracterização fitossociológica do estrato arbóreo em um remanescente de floresta estacional semidecidual, em Montenegro, RS Phytosociological characterization of arboreal stratum in a remainder of a semidecidual seasonal forest in Montenegro, Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2008-09-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado em um remanescente de Floresta Estacional Semidecidual antropizado, localizada nas coordenadas 29° 49'S e 52° 25'W, nas proximidades do pólo petroquímico no município de Montenegro (RS, Brasil, com o objetivo de conhecer seus aspectos florísticos e fitossociológicos. A amostragem foi sistemática constituída de 21 faixas com 10m de largura e comprimento variável de acordo com a extensão da floresta, distantes entre si em 80m, onde foram distribuídas parcelas contíguas de 10 x 10m (100m². Foram avaliados indivíduos que apresentavam circunferência à altura do peito (CAP>15cm, totalizando 3.854 indivíduos (1,83ha, distribuídos em 81 espécies, 59 gêneros e 32 famílias. As famílias botânicas mais representativas na formação foram Myrtaceae (13 espécies, Fabaceae (7, Lauraceae (6, Meliaceae (5, Moraceae e Euphorbiaceae (4. As espécies mais características e importantes da floresta foram Sebastiania commersoniana, Casearia sylvestris, Myrsine umbellata, Mimosa bimucronata, Allophylus edulis e Syagrus romanzoffiana, representando 51,52 % do VI. A floresta apresentou média diversidade, com índice de Shannon de 1,9948 (nats., indicando antropismo.This research was developed in a Semideciduous Seasonal Forest located at coordinates (29° 49'S; 52° 25'W in Montenegro Petrochemical pole, Rio Grande do Sul, Brazil, aiming at studying the floristic and phytossociological aspects of the forest. Sampling was systematic and composed of 21 strips (10m wide and variable length according to fragment extension located 80m apart. In the strips the distribution was in contiguous 10 X 10m plots (100m². Individuals that presented circumference at breast height (CBH>15cm, totaling 3.854 individuals (1,83ha, distributed in 81 species, 59 geneus and 32 families were appraised. The most representative botanic families in the forest formation were Myrtaceae (13 species; Fabaceae (7, Lauraceae (6; Meliaceae (5

  1. Soil water storage in an upland forest after selective logging in Central Amazonia Armazenamento de água no solo após extração seletiva de madeira em floresta de terra firme na Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. J. F. Ferreira

    2004-02-01

    Full Text Available Soil water storage of Central Amazonian soil profiles in upland forest plots subjected to selective logging (in average, 8 trees or 34, 3 m³ of timber per hectare were removed was measured in four layers, down to a depth of 70 cm. The study lasted 27-months and was divided in two phases: measurements were carried out nearly every week during the first 15 months; in the following year, five intensive periods of measurements were performed. Five damage levels were compared: (a control (undisturbed forest plot; (b centre of the clearing/gap; (c edge of the gap; (d edge of the remaining forest; and (e remaining forest. The lowest values for water storage were found in the control (296 ± 19.1 mm, while the highest were observed (333 ± 25.8 mm in the centre of the gap, during the dry period. In the older gaps (7.5-8.5 year old, soil water storage was similar to the remaining and the control forest, indicating a recovery of hydric soil properties to nearly the levels prior to selective logging.Foi medido o armazenamento de água em perfis de solo de 0-70 cm, divididos em quatro camadas em parcelas de floresta de terra firme na Amazônia Central, submetidas à extração seletiva de madeira, tendo sido retiradas, em média, 8 árvores por hectare ou 34 m³ de madeira. O estudo foi realizado num período de 27 meses em duas fases: na primeira, as medidas foram, na sua maioria, semanais, num período de 15 meses. Na segunda, as medidas foram feitas em cinco períodos intensivos. Foram comparados cinco tratamentos: (a controle (floresta intacta, (b centro da clareira, (c borda da clareira, (d borda da floresta remanescente e (e floresta remanescente. Os valores mais baixos de armazenamento de água no solo (296 ± 19,1 mm foram encontrados no controle, enquanto os mais altos foram medidos no centro da clareira (333 ± 25,8 mm, no período seco. Nas clareiras mais antigas (7,5-8,5 anos de idade, os armazenamentos de água no solo foram similares aos da

  2. Representatividade fisiográfica e pedológica de fragmentos de floresta nativa em áreas de plantios homogêneos de eucalipto

    OpenAIRE

    Tathiane Santi Sarcinelli; Elpídio Inácio Fernandes Filho; Carlos Ernesto Gonçalves Reynaud Schaefer; Paulo De Marco Júnior; Fernando Palha Leite

    2012-01-01

    A ocupação e uso de diferentes ambientes pelo ser humano estão ligados às características do meio físico, de modo que os fragmentos de floresta nativa podem ficar restritos a áreas impróprias para uso ou de difícil acesso. A hipótese deste estudo é de que a distribuição de fragmentos florestais na paisagem é não aleatória e não representaria a diversidade fisiográfica e pedológica da paisagem na qual esses fragmentos estão inseridos. Com o objetivo de avaliar a representatividade ambiental de...

  3. CONCESSÕES FLORESTAIS E POLÍTICAS DE GERAÇÃO DE TRABALHO E RENDA EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO ESTADO DO AMAZONAS: UMA REFLEXÃO A PARTIR DA FLORESTA ESTADUAL DO RIO URUBU

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Thayane de Carvalho Silva

    2013-10-01

    Full Text Available A abordagem pretende contribuir para o debate em torno das políticas públicas ambientais revestidas para os povos tradicionais na Amazônia, aqui se evidencia uma contextualização sobre o que seria uma concessão florestal, como são implementadas no Brasil e no Amazonas, e articulam-se tais fatores com uma proposta que se encadeia em uma política de geração de trabalho e renda, sobretudo, para os povos que vivem no cotidiano singular das Unidades de Conservação aqui retratada na Floresta Estadual do Rio Urubu. A reflexão vem para explicitar alternativas ao quadro de crise ambiental na contemporaneidade. Esta questão é fundamental para nortear o conhecimento sobre o formato de política pública ambiental desenvolvida no país, evidenciada também a partir da conjectura local e regional.

  4. Análise da distribuição espacial de biomassa e carbono arbóreo acima do solo em floresta ombrófila mista / Analysis of spatial distribution of biomass and carbon in trees above ground mixed ombrophilous forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcio de Paula Amaral

    2010-10-01

    Full Text Available ResumoAnálises de biomassa e carbono estão em destaque hoje como serviços ambientais prestados por uma floresta. O presente trabalho objetivou caracterizar a variabilidade espacial dessas variáveis em fragmento de Floresta Ombrofila Mista (FOM, utilizando krigagem ordinária. Os dados foram georreferenciados e obtidos em 45 unidades amostrais utilizadas em levantamento fitossociológico em 2007, numa área em General Carneiro (PR, com aplicação de equações alométricas ajustadas. As analises espaciais e elaboração de mapas foram realizadas no programa GS+R. Foi possível ajustar os semivariogramas, utilizando o modelo exponencial, obtendo-se forte dependencia espacial para as respectivas variáveis, resultando em mapas de isovalores. AbstractAnalyses of biomass and carbon are in focus today as the environmental services provided through a forest. This study aimed to characterize the spatial variability of these variables in fragment of Araucaria forest – MOF, using ordinary kriging. Data were obtained and georeferenced in 45 sampling units used in phytosociological survey in 2007 in an area in General Carneiro (PR, applying adjusted allometric equations. Spatial analyses and mapping were performed in the GS+R. It was possible to adjust the semivariograms using the exponential model, resulting in a strong spatial dependence for the respective variables, resulting in isovalue maps.

  5. Physical-chemical characterization of honey of guarana (“Paullinia cupana var. sorbilis” in Alta Floresta, Mato Grosso Caracterização físico-química do mel de guaranazeiro ("Paullinia cupana var. sorbilis" em Alta Floresta, Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio do Nascimento Ferreira

    2009-09-01

    Full Text Available It was determined the physical-chemical characteristics and the pollinic origins of 17 samples of honey from guarana plant cultivation (Paullinia cupana var. sorbilis, produced by Apis mellifera L, Scaptotrigona sp. L and Melipona seminigra sp honey bee species in Alta Floresta, Mato Grosso State, Brazil. Pollinic and physical-chemical analysis were determined, considering the variables humidity rate, free acidity, reducing sugar in inverted sugar, apparent sucrose, ashes and solids insoluble in water, comparing the samples to the identity and quality standards established by the local legislation. Means comparisons were made by the Dunnet test at 5% probability. The humidity rate for honey produced by indigenous honey bees – Scaptotrigona sp and Melipona seminigra sp – was high when compared to honey produced by Africanized honey bees, and the levels of reducing sugars for Scaptotrigona sp were low. Any other determinations were accordingly to standards imposed by Brazilian legislation. Through pollinic analysis, it was verified that the pollen from guarana flower was present in all samples of honey, being considered dominant pollen, with 80% of the pollen grain in the samples, showing the apicultural pontential of this species as a honey plant.Objetivou-se com o presente estudo avaliar as características físico-químicas e a origem polínica de 17 amostras de méis oriundos da cultura do guaranazeiro (Paullinia cupana var. sorbilis, produzido no município de Alta Floresta - MT por abelhas das espécies Apis mellifera L, Scaptotrigona sp. L e Melipona seminigra sp L. Foram realizadas as análises físico-químicas e polínicas, tendo como variáveis os teores de umidade, acidez livre, açúcares redutores em açúcar invertido, sacarose aparente, cinza e sólidos insolúveis em água, comparando-se as amostras aos Padrões de Identidade e Qualidade (PIQ estabelecidos pela legislação vigente. As comparações das médias foram

  6. A INFLUÊNCIA DA TOPOGRAFIA NA DISTRIBUIÇÃO DE GRAMÍNEAS EM UM FRAGMENTO DE FLORESTA ATLÂNTICA URBANA MONTANHOSA – MACIÇO DA TIJUCA/RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Accioly Dias

    2011-12-01

    Full Text Available Um importante mas ainda pouco compreendido fator de influência na dinâmica florestal em áreas montanhosas é a topografia. O objetivo deste estudo foi analisar a distribuição espacial de manchas de gramíneas no fragmento de floresta atlântica urbana que recobre o Maciço da Tijuca, levando em conta os aspectos topográficos. Foi feito um mapeamento de uso e cobertura com base em ortofotos aéreas de 2004, e, com o auxílio de um Modelo Digital de Elevação, foram realizadas algumas análises espaciais (mensuração de área em superfície real, orientação de encostas, radiação incidente e posição topográfica e temporais (comparações entre mapeamentos realizados em 1972, 1984 e 1996 e comparações entre ortofotos de 1999 e 2004. As manchas de gramíneas e de vegetação arbóreo-arbustiva apresentaram um forte padrão de distribuição espacial, concentrando-se nas encostas voltadas para o Norte e nos divisores e altas encostas, o que foi atribuído, respectivamente, à maior incidência de radiação solar nas encostas Norte e à convergência dos fluxos de água e nutrientes dos divisores para os fundos de vale. Temporalmente, notou-se uma ligeira tendência de aumento das áreas de gramíneas nas zonas de divergência de fluxos e diminuição nas zonas de convergência. Observou-se ainda que, dentre as bacias de segunda ordem que possuíam gramíneas em 1999, 37% mostraram significativa transformação para formações arbóreo-arbustivas em 2004 – o que provavelmente se deveu em parte aos reflorestamentos realizados nestas áreas.

  7. Florística e distribuição de epífitas vasculares em floresta alta de restinga na planície litorânea da praia da fazenda, núcleo Picinguaba, parque estadual Serra do Mar, município de Ubatuba, SP

    OpenAIRE

    Mania, Luiz Felipe [UNESP

    2008-01-01

    O epifitismo é responsável por parte significativa da diversidade que faz das florestas tropicais úmidas um dos mais ricos e complexos ecossistemas da Biosfera. Assim, a comunidade de plantas epífitas vasculares teve suas espécies levantadas neste estudo em floresta alta de restinga da planície litorânea da Praia da Fazenda, Núcleo Picinguaba, situada no extremo norte do município de Ubatuba, SP (23°20’-23°22’S / 44°48’-44º52’W). Além disso, foram analisadas a distribuição dessas plantas e as...

  8. Rhizobia and other legume nodule bacteria richness in brazilian Araucaria angustifolia forest Riqueza de rizóbios e de outras bactérias de nódulos de leguminosas em floresta de Araucaria angustifolia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Renato Lammel

    2007-08-01

    Full Text Available The Araucaria Forest is a sub-type of the Atlantic Forest, dominated by Araucaria angustifolia, which is considered an endangered species. The understory has a high diversity of plant species, including several legumes. Many leguminous plants nodulate with rhizobia and fix atmospheric nitrogen, contributing to forest sustainability. This work aimed at bacteria isolation and phenotypic characterization from the root nodules of legumes occurring in Araucaria Forests, at Campos do Jordão State Park, Brazil. Nodule bacteria were isolated in YMA growth media and the obtained colonies were classified according to their growth characteristics (growth rate, color, extra cellular polysaccharide production and pH change of the medium. Data were analyzed by cluster and principal components analysis (PCA. From a total of eleven collected legume species, nine presented nodules, and this is the first report on nodulation of five of these legume species. Two hundred and twelve bacterial strains were isolated from the nodules, whose nodule shapes varied widely and there was a great phenotypic richness among isolates. This richness was found among legume species, individuals of the same species, different nodule shapes and even among isolates of the same nodule. These isolates could be classified into several groups, two up to six according to each legume, most of them different from the used growth standards Rhizobium tropici, Bradyrhizobium elkanii and Burkholderia sp. There is some evidence that these distinct groups may be related to the presence of Burkholderia spp. in the nodules of these legumes.A Floresta de Araucária é um sub-tipo da Mata Atlântica, cujo dossel é dominado por Araucaria angustifolia, uma espécie ameaçada de extinção. O sub-bosque dessa floresta tem alta diversidade, incluindo muitas espécies de leguminosas. Estas plantas podem formar nódulos e fixar nitrogênio atmosférico, contribuindo para a sustentabilidade da floresta

  9. Estudo etnofarmacológico em entorno de floresta urbana como subsídio para a implantação da Fitoterapia no Sistema Único de Saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    G.G. BORCARD

    2015-01-01

    Full Text Available RESUMO O estudo etnofarmacológico pode ser definido como exploração científica interdisciplinar dos agentes biologicamente ativos, tradicionalmente utilizados por populações humanas e que fazem parte de um acervo de conhecimento compartilhado. Desta forma o presente estudo teve como objetivo o estudo etnofarmacológico de plantas medicinais, no entorno de floresta urbana na Reserva Biológica Poço D’Anta em Juiz de Fora/MG visando a implantação da fitoterapia no Sistema Único de Saúde. Para este, realizou-se levantamento com três diferentes amostras: profissionais de saúde, domicílios em geral e especialistas locais. Quanto aos profissionais de saúde, pôde-se constatar que nenhum entrevistado soube conceituar o termo “Fitoterápico” e que não conheciam as políticas vigentes. Constatou-se que há aceitabilidade da implantação de Fitoterapia na saúde pública, porém, o conhecimento do tema é limitado. A partir das entrevistas nos domicílios em geral e com os especialistas locais, selecionou-se um total de 20 espécies botânicas para análise estatística e confirmação farmacológica. Esses resultados possibilitaram confrontar o conhecimento cultural com científico, com base em 14 espécies que poderiam ser cultivadas em horto na Reserva Biologica Poço D´Anta, com base em suas relevâncias locais. Os resultados obtidos podem subsidiar a aproximação do saber popular em relação ao científico, servindo de base para manutenção e fomento da implantação da Fitoterapia no sistema único de saúde.

  10. Análise técnica e econômica do forwarder em três subsistemas de colheita de florestas de eucalipto Technical and economic analysis of a forwarder under three eucalyptus forest harvest subsystems

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano José Minette

    2004-02-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar técnica e economicamente o forwarder em três subsistemas de colheita em florestas de eucalipto. A análise técnica englobou um estudo de tempos e movimentos e de produtividade. A análise econômica englobou os parâmetros custo operacional, custo de produção e rendimento energético. O elemento carregamento abrangeu mais de 80% do tempo total, em todos os subsistemas. Os tempos dos elementos viagem vazio e viagem carregado foram influenciados principalmente pela distância média a ser percorrida. Chegouse ao custo operacional de US$60,70/he. Os custos de produção do forwarder foram de 1,74, 1,53 e 2,51 US$/m³cc, nos subsistemas 1, 2 e 3, respectivamente; e o rendimento energético foi de 2,76, 2,42 e 3,98 g/kW*m³cc, nos subsistemas 1, 2 e 3, respectivamente.This work aimed to evaluate a forwarder, technically and economically, under three eucalyptus forest harvest subsystems. The technical analysis included a productivity and motion and time study. The economic analysis included the parameters operational cost, production cost and energy consumption. Loading consumed more than 80% of the total cycle time in the subsystems studied. The average travel distance influenced unloaded and loaded travel times. The forwarder's operational cost was US $ 60.70/ha. The forwarder production costs were US$ 1.74 , 1.53 and 2.51 /m³cc, in subsystems 1, 2 and 3, respectively. The energy consumption rates were 2.76; 2.42 and 3.98 g/kW*m³ cc, (FORMATAR in subsystems 1, 2 and 3, respectively.

  11. Chuva de sementes em Floresta Estacional Semidecidual em Viçosa, MG, Brasil Seed rain in a seasonal semideciduous forest at Viçosa, Minas Gerais State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érica Pereira de Campos

    2009-06-01

    Full Text Available Este estudo objetivou avaliar a composição florística, a densidade e a freqüência de sementes, em 25 coletores, em um trecho de Floresta Estacional Semidecidual. Além disso, classificar os táxons quanto à forma de vida, às síndromes de dispersão e, nas arbóreas, quanto ao estádio sucessional e verificar a similaridade florística entre as espécies identificadas na chuva de sementes e as espécies arbóreas localizadas nas mesmas parcelas dos coletores. O trabalho foi realizado entre dezembro/2004 a novembro/2006. Foram reconhecidos 43 táxons, sendo que Leguminosae foi representada por 11 espécies. A forma de vida dominante foi arbórea (63,1%, as lianas foram representadas por 28,9% das espécies amostradas, as herbáceas por 5,3% e as arbustivas por 2,6%. A densidade média de sementes no primeiro ano foi de 113,92 sementes.m-2 e no segundo de 2.603,84 sementes.m-2. Essas diferenças demonstraram heterogeneidade espacial e temporal da chuva de sementes. A similaridade florística encontrada pelo índice de Sørensen entre as espécies da chuva de sementes e as espécies arbóreas do trecho do fragmento estudado foi de 32%, valor considerado baixo (This study aims to evaluate the floristic composition, density and frequency of seeds in 25 traps in a section of seasonal semideciduous forest, as well as classify taxons as to life form, dispersal syndromes, and succession phase of the tree species, and verify floristic similarities between seed rain species and tree species located in the same plots. The work was carried out from December/2004 to November/2006. Forty three taxons were recognized and Leguminosae was represented by 11 species. The dominant life form was arboreal (63.1%, climbers were represented by 28.9% of the sampled species, herbs by 5.3% and shrubs by 2.6%. Mean seed density in the first year was 113.92 seeds.m-2 and 2603.84 seeds.m-2 in the second year. These differences showed spatial and seasonal heterogeneity

  12. IMPACTO AMBIENTAL AO LONGO DE TRILHAS EM ÁREAS DE FLORESTA TROPICAL DE ENCOSTA: Maciço da Tijuca Rio de Janeiro - RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriano Severo Figueiró

    2009-01-01

    Full Text Available La meta de esta investigación era identificar y evaluar la pendiente medioambiental generado por la propagación del efecto del borde en el sendero del bosque en dos áreas seleccionadas con los grados diferentes de densidad urbana (el área de Catrambi - densidad alta, y área de Soberbo - densidad baja, en el borde de Floresta da Tijuca - Río de Janeiro (RJ. La hipótesis activa era que el aumento en la presión urbana en el interfaz ciudad-bosque hace un cambio en la dinámica del efecto del borde, acelerando su propagación, sobre todo con respecto a el cambio estructural y el microclimatico, con un impacto directo en la funcionalidad del sistema. Se restringieron los datos del campo a cuatro variables principales: el análisis de estructura de vegetación en la frontera del sendero, Densidad del suelo en el sendero, variabilidad del microclima entre los senderos y, finalmente, análisis de hojarasca en los parcelas del bosque fronterizo.

  13. Dieta de Sciurus ingrami Thomas (Rodentia, Sciuridae em um remanescente de Floresta com Araucária, Paraná, Brasil Diet of Sciurus ingrami Thomas (Rodentia, Sciuridae on a Araucauria Pine Forest remnant, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João M. D. Miranda

    2005-12-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado entre fevereiro de 2002 e janeiro de 2003, em um remanescente de Floresta com Araucária, localizado no Distrito do Bugre, Município de Balsa Nova, Paraná, Brasil. O objetivo foi conhecer as espécies utilizadas na alimentação por Sciurus ingrami Thomas, 1901 no decorrer de um ano. Foram registradas dez (N = 10 espécies na dieta dos serelepes, pertencentes a sete famílias botânicas. Os serelepes predaram sementes de três espécies e se alimentaram de três espécies exóticas, mostrando adaptabilidade a ambientes alterados.This study was conducted between February, 2002 and January, 2003 in a remnant of Araucaria Pine Forest located in the District of Bugre, Municipality of Balsa Nova, Paraná, Brazil. The goal of this study was to survey the species used as food items by Sciurus ingrami Thomas, 1901 throughout a year. Ten (N = 10 species were recorded in the diet of these squirrels, belonging to seven plant families. Squirrels preyed on seeds of three plant species and fed on three exotic species, indicating good adaptability to disturbed habitats.

  14. Inventário estruturado de formigas (Hymenoptera, Formicidae em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia, RJ Structured inventory of ants (Hymenoptera, Formicidae in atlantic slope rain-forest of Marambaia Island, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michel de S. Schütte

    2007-03-01

    Full Text Available As formigas são componentes funcionais importantes em florestas tropicais devido aos papéis ecológicos que exercem, à grande biomassa e à riqueza de espécies. Embora a Mata Atlântica seja um dos ecossistemas mais bem estudados no Brasil, ainda faltam informações sobre a diversidade de formigas nos fragmentos florestais do Estado do Rio de Janeiro. A riqueza e composição da assembléia de formigas em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia (RJ foi estudada através de um inventário estruturado em uma área de 0,6 ha. Armadilhas do tipo "pitfall" e coletas manuais foram empregadas na serapilheira e sobre a vegetação entre os meses de janeiro e julho de 2004. Um total de 29 gêneros e 82 espécies foi encontrado na amostragem. A abundância e a riqueza de espécies foram maiores nas amostras de março do que de julho. Já a eqüitatividade e diversidade de formigas nas amostras não foram influenciadas pela época da coleta. As amostras de formigas em galhos mortos adicionaram seis espécies à lista, acrescentando informações sobre a biologia das espécies. As amostras sobre plantas totalizaram 32 espécies de formigas, das quais 12 foram exclusivas, como as espécies de Pseudomyrmex e algumas de Crematogaster e Pachycondyla. Este estudo pretende contribuir para o desenvolvimento de prioridades conservacionistas em um dos ecossistemas mais ameaçados do mundo.Ants are an important functional component in tropical forest due to their ecological roles, biomass and species diversity. Although the Atlantic Forest is one of the best studied ecosystems in Brazil, there is a lack of information about ant diversity in forest fragments of the state of Rio de Janeiro. The composition and richness of the ant fauna from atlantic slope rain-forest in Marambaia island-RJ were assessed by the structured inventory in an area of 0.6 ha. Pitfalls traps and hand collecting were used for sampling ants in the litter and on vegetation from

  15. Precipitação efetiva e interceptação das chuvas por floresta de Mata Atlântica em uma microbacia experimental em Cunha - São Paulo Net precipitation and interception by Mata Atlântica in an experimental catchment in Cunha São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Carlos Soriano Arcova

    2003-04-01

    Full Text Available São apresentados os resultados de pesquisa que quantificaram a precipitação efetiva e a interceptação das chuvas pelo dossel da floresta secundária de Mata Atlântica na "microbacia experimental B", do Laboratório de Hidrologia Florestal Walter Emmerich, em Cunha-SP. No período de um ano foram medidos a precipitação no aberto, a precipitação interna e o escoamento pelo tronco das árvores, totalizando 54 coletas. Um pluviômetro em área aberta e 16 no interior da floresta foram utilizados para quantificação dos dois primeiros processos, respectivamente. Para determinação do escoamento pelo tronco foram instalados dispositivos de espuma de poliuretano em 38 árvores. A água interceptada foi estimada pela diferença entre a precipitação no aberto e a precipitação efetiva. Concluiu-se que, em média, 18,6% da precipitação foi interceptada pela floresta, retornando à atmosfera na forma de vapor. Um montante de 81,2% alcançou o piso como precipitação interna e apenas 0,2% como escoamento pelo tronco. Os fluxos de precipitação interna e escoamento pelo tronco foram maiores no período caracterizado como chuvoso. Os porcentuais de interceptação foram superiores no período pouco chuvoso.This paper presents data obtained from one year of measurements of gross precipitation, throughfall and stemflow in a small catchment covered with Mata Atlântica, at Walter Emmerich Forest Hydrological Laboratory, in Cunha, São Paulo, Brazil. Throughfall and stemflow under the forest were measured with sixteen rainfall gauges and thirty eight polyurethane stemflow collectors for trees in a 400 m² experimental plot. Precipitations in a nearby clearing were collected by one rainfall gauge. Measurements were obtained in 54 storm events. Canopy interception was estimated as precipitation minus net precipitation. Total interception, throughfall and stemflow during the period were 18.6%, 81.2% and 0.2%, respectively. Throughfall and stemflow

  16. Origem, sucessão e estrutura de uma floresta de galeria periodicamente alagada em Viçosa-MG Origin, sucession and structure of a periodically flooded gallery forest in Viçosa, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Augusto Alves Meira Neto

    2003-08-01

    Full Text Available O estudo das estruturas fitossociológicas e de tamanhos em fragmentos florestais secundários permite inferências a respeito da composição e das estruturas originais do início da sucessão secundária. Em se tratando de matas de galeria ou ciliares, a importância desses estudos aumenta com a crescente pressão causada por impactos em cursos d'água e suas margens, especialmente as construções de barragens para hidrelétricas. Com este trabalho objetivou-se descrever a estrutura de uma mata de galeria secundária e, a partir desta, identificar uma população de espécie arbórea que participou do início do processo sucessional nessa floresta. Em seguida, com esses dados, objetivou-se estudar a estrutura genética e levantar dados sobre a biologia dessa espécie, que provavelmente iniciou o processo sucessional. Foi realizado um censo de todas as árvores que apresentassem circunferência do caule a 1,3 m do solo maior ou igual a 10 cm. Das 48 espécies de árvores incluídas, 87,5% são endozoocóricas e 12,5 anemocóricas. Das anemocóricas, as com menores diásporos apresentaram maior densidade nessa floresta, que está isolada das outras por pastagens. A mata de galeria em questão apresentou como espécies mais importantes (VI ovata, Erythrina falcata e Euterpe edulis. Espécies de Ficus do subgênero Urostigma apresentaram grande biomassa, apesar da baixa densidade. Erythrina falcata foi considerada uma das espécies de maior importância, provavelmente associada às espécies de Ficus, no início da sucessão secundária, pela estrutura de diâmetros de caule por ela apresentada. Em Erythrina falcata foram analisados os sistemas isoenzimáticos de Isocitrato Desidrogenase, Peroxidase, Fosfogluco Mutase e Xiquimato Desidrogenase por meio de zimogramas. A população dos 27 indivíduos de Erythrina falcata mostrou-se em equilíbrio de Hardy-Weinberg e com relativa alta diversidade alélica. A população de Erythrina falcata mostrou

  17. Bird community in an Araucaria forest fragment in relation to changes in the surrounding landscape in Southern Brazil Comunidade de aves em um fragmento de floresta de araucária em relação a mudanças na paisagem circundante no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Scherer-Neto

    2012-12-01

    Full Text Available The dynamics of the bird community in a small forest fragment was evaluated along seven years in relation to changes in the surrounding landscape. The study area is an Araucaria forest fragment in Southern Brazil (state of Paraná. The sampling period covered the years 1988 through 1994 and the mark-release-recapture method was utilized. The landscape analysis was based on Landsat TM images, and changes in exotic tree plantations, native forest, open areas (agriculture, pasture, bare soil, and abandoned field, and "capoeira"(native vegetation Este estudo avaliou a dinâmica da comunidade de aves em um fragmento florestal ao longo de sete anos e correlacionou às mudanças ocorridas na paisagem circundante. A área de estudo localiza-se na Região Sul do Brasil (Estado do Paraná e a vegetação está representada por Floresta Ombrófila Mista. O período de amostragem ocorreu entre os anos de 1988 a 1994 e o método utilizado foi captura-marcação e recaptura. Para análise da mudança no uso e cobertura da paisagem foram utilizadas imagens Landsat TM e um sistema de informação geográfico. Quatro classes foram usadas, sendo: plantios com espécies exóticas, floresta nativa, capoeiras (vegetação nativa < 2 m de altura e áreas abertas (campo abandonado, pastagens, área agrícola e solo exposto. Foi analisada a relação entre as mudanças na paisagem e as mudanças na abundância e diversidade de aves de floresta, de área aberta, de borda e especialistas de bambu. Foram calculadas as estimativas de riqueza para cada ano estudado. A riqueza registrada na área de estudo foi de 96 espécies e as estimativas foram 114, 118 e 110 espécies para Chao 1, Jackknife 1 e Bootstrap, respectivamente. A comunidade de aves variou em abundância, riqueza e diversidade entre os anos estudados. Considerando a diversidade de espécies, os valores observados em 1991, 1993 e 1994 foram significativamente diferentes. As modificações na paisagem tamb

  18. Carbono e nitrogênio em solo de uma cronossequência de floresta tropical - pastagem de Paragominas Soil carbon and nitrogen in a forest - pasture chronosequence from Paragominas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martial Bernoux

    1999-10-01

    Full Text Available Amostras de terra de áreas desmatadas há 4, 10 e 15 anos e utilizadas como pastagem e uma floresta nativa na região de Paragominas-PA, foram analisadas quanto à constituição isotópica e teor de carbono (C e nitrogênio (N com o objetivo de quantificar os estoques de C e N e as alterações devidas a mudanças do uso da terra. O conteúdo de C e N aumentaram ao longo do tempo de uso do solo como pastagem. Após 4 e 15 anos de cultivo o conteúdo de C aumentou 0,28 e 0,86 kg.m-2 na camada superficial 0-30 cm do solo; a pastagem de 10 anos ficou estável (diminuição de 0,02 kg.m-2 em relação à mata natural para a camada 0-30 cm, mas diminuiu de 0,15 na camada 0-10 cm. Na camada superficial 0-30 cm, a matéria orgânica da área sob mata natural é composta por 2,6 kg.m-2 de C estável e 2,1 kg.m-2 de C biodegradável, sendo que após 10 e 15 anos de pastagem o C biodegradável representou 1,3 e 1,0 kg.m-2, correspondendo a 27,7% e 21,3% do C original da floresta e o carbono estável representou 2,6 kg.m-2. Pode-se supor que os processos biológicos do solo ficam quase exclusivamente na dependência do C introduzido pela pastagem, uma vez que metade do estoque do C está na forma estável e que o C biodegradável remanescente da floresta mineraliza rapidamente.Soil samples from sites 4, 10 and 15 year-old pastures and one reference native forest, from Paragominas-Pará (Brazil, were used to determine the carbon (C and nitrogen (N contents and the natural abundance of ¹³C isotope, with the objective of quantifying the C and N budgets during replacement of the forest by pastures. With pasture establishment, C and N contents were increased. After 4 and 15 years of pasture, the C content increased to 0.28 kg.m-2 and 0.86 kg.m-2 respectively in the 0-30 cm soil layer. The 10 year pasture remained stable (0.02 kg.m-2 decreased in relation to the natural forest, but decreased by 0.15 kg.m-2 in the 0-10 cm layer. In the 0-30 cm layer, organic

  19. UTOPIAN AND DYSTOPIAN IMAGES OF THE DESERT AND RAINFOREST IN EUCLIDES DA CUNHA IMAGENS UTÓPICAS E DISTÓPICAS DO DESERTO E DA FLORESTA EM EUCLIDES DA CUNHA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leopoldo M. Bernucci

    2011-02-01

    pelo autor para descrever e narrar a floresta amazônica; e a segunda, também ligada aos escritos de Euclides sobre a Amazônia, remete-se a matrizes linguísticas de duplicação empregadas por ele tanto em Os sertões como em À margem da história. Discorrendo sobre o significado que o seu livro incompleto e não publicado, Um paraíso perdido, pode gerar quando esmiuçado como projeto grandioso e nunca acabado, este ensaio tenta demonstrar as dificuldades que Euclides confronta ao estudar como cientista a complexidade da natureza amazônica e sua relação com os seus habitantes; e como artista, sua relutância e oscilação entre uma representação favorável e outra completamente oposta do universo da floresta. Projeto inacabado, Um paraíso perdido seguiu como concepção livresca as mesma linhas que Euclides traçou para Os sertões. A obra tão ambicionada, cujo projeto foi abruptamente abortado sem se saber exatamente por que, sinaliza em princípio um forte desejo já expresso em Os sertões: o de ser um livro, novamente, vingador. Tal compromisso social valoriza ainda mais o perfil de Euclides como escritor de denúncias sociais e se soma às suas conhecidas qualidades de homem de ciências e letras. Sempre ajustados a uma dicção clássica e inusitada no seu peculiar discurso, os seus textos tanto em Os sertões como em À margem da história primam por uma característica comum. Em ambos, Euclides emprega fórmulas linguísticas que se repetem, deixando-se ver um modo de pensar e de escritura que faz aproximar, cultural e artisticamente, duas regiões geralmente consideradas antinômicas, o deserto e a floresta.

  20. Reabilitação funcional de clareira de deslizamento em encosta íngreme no domínio da floresta atlântica, Rio de Janeiro (RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Batista de Negreiros

    2009-11-01

    Full Text Available Este estudo focaliza a reabilitação funcional de uma clareira de deslizamentos em encostas íngremes florestadas. Um estudo de caso foi desenvolvido numa clareira de deslizamento (17.888m2 gerada em 1988, para entendimento das respostas hidrológicas e erosivas frente às mudanças na interface biota-solo-água em seu interior e entorno. Os dados são comparados com estudos anteriores de Rocha Leão (1997 quando a presença de um dreno da estrada injetava fluxos d‘água de chuvas no interior da clareira limitando a revegetação até 2002. A estrutura da vegetação foi levantada em seções transversais na porção superior da clareira e encosta florestal adjacente, incluindo quatro sítios amostrais: floresta secundária tardia (FST; na borda direita (BD; borda esquerda (BE e local de revegetação inicial (RI. Os valores de área basal (FST=30,32m2/ha; BE=21,14 m2/ha; BD=14,85m2/ha e RI=8,8 m2/ha indicam um atraso na reabilitação da área submetida ao escoamento superficial concentrado proveniente do dreno da estrada. O topo do solo em FST é arenoso com 68% de agregados >2 mm; nos demais domínios, ocorre um solo franco arenoso e de baixa agregação (BE=41%, BD=46% e RI=25%. Os valores (% médios da razão entre vazão (Q e precipitação (P foram de FST=1,67%; BE=3,33%; BD=7,08% e RI=3,46% aumento na BD deve-se a proximidade de um afloramento rochoso que favorece a produção de escoamento superficial. No domínio erosivo da clareira estima-se uma taxa de sedimentos da ordem de 98g/m2/L. Que gera uma produção de sedimentos total de 1,05 ton. convergindo para o canal durante períodos chuvosos. As funções hidrológicas do topo do solo não retornaram totalmente e uma degradação florestal atrasada prevalece no entorno.

  1. Efeitos do pastoreio de bovinos na estrutura populacional de plantas em fragmentos de floresta ombrófila mista Effect of cattle grazing on plant population structure in Araucaria Forest fragments

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Bonesso Sampaio

    2007-12-01

    Full Text Available Fragmentos de Floresta Ombrófila Mista têm sido freqüentemente utilizados para o manejo de bovinos na região do médio rio Pelotas, Sul do Brasil. Para avaliar o efeito dos animais na estrutura populacional de Araucaria angustifolia, Clethra scabra, Dicksonia sellowiana e Maytenus ilicifolia, foram amostrados sítios, sujeitos à alta e baixa intensidade de pastoreio, em cinco fragmentos, utilizando-se parcelas de 20 x 20 m. Apesar do pequeno tamanho dos fragmentos e da alta perturbação pelo manejo do gado e pela extração seletiva de madeira, as espécies ocorreram em abundância, e a densidade de plântulas e infantis foi maior do que de árvores. O efeito do gado na estrutura das populações de A. angustifolia variou em função das características ambientais de cada fragmento, não havendo, assim, um padrão na resposta das populações estudadas ao pastoreio. Com relação às demais espécies, os resultados não foram conclusivos, pois ocorreram em alta densidade apenas em um fragmento.Araucaria Forest fragments have been used for cattle grazing in the Pelotas River basin. We sampled five fragments using 20 x 20 m plots to evaluate the effects of cattle grazing on the population structure of Araucaria angustifolia, Clethra scabra, Dicksonia sellowiana and Maytenus ilicifolia. Despite the small size of the fragments and the high intensity of cattle grazing and selective logging, the species occurred in abundance and had higher seedling and sapling density than did the trees. The effects of cattle grazing on the population structure of A. angustifolia were influenced by the habitat heterogeneity of each fragment, thus a reliable pattern could not be found. Since the other species occurred abundantly in only one fragment, the results obtained were not conclusive.

  2. Efeito da silvicultura pós-colheita na população de Chrysophyllum lucentifolium Cronquist (Goiabão em uma floresta de terra firme na amazônia brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marisol Taffarel

    2014-12-01

    Full Text Available Avaliou-se o crescimento de uma população de Chrysophyllum lucentifolium Cronquist (goiabão, considerando árvores com diâmetro igual ou superior a 35 cm, em 700 ha de floresta natural de terra firme explorada com técnicas de impacto reduzido, seguidas de tratamentos silviculturais, no Município de Paragominas, PA, Amazônia brasileira. Foram estabelecidos sete tratamentos, com quatro repetições de 25 ha em cada um, em que foram aplicados os tratos silviculturais, que constaram de corte de cipós e anelagem de árvores competidoras. O crescimento da espécie foi determinado por meio do incremento periódico anual em diâmetro, no período de 2005 a 2009. Além das medidas de diâmetro, foram observadas as formas das copas das árvores e a intensidade de luz recebida pelas copas. Chrysophyllum lucentifolium não respondeu significativamente aos tratamentos silviculturais, ou seja, a anelagem e o corte de cipós parecem não ter influenciado o crescimento da espécie no período de cinco anos. No entanto, as árvores com diâmetro de 40 a 49 cm, com copas de forma regular e recebendo alta intensidade de luz, cresceram mais, na maioria dos tratamentos. Portanto, é provável que o incremento ainda vá aumentar nos anos seguintes, embora em outras áreas da Amazônia o efeito da abertura do dossel tenha estimulado o crescimento das árvores apenas até o final do terceiro ano após a exploração. Outras avaliações silviculturais da espécie devem ser realizadas para constatar se houve aceleração no crescimento nos últimos anos ou se há a necessidade de aplicar novamente os tratos silviculturais.

  3. Composição das comunidades de aves em duas florestas secundárias contíguas no Sudeste do Brasil. Birds communities composition of two secondary forests in the Southeast Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexsander Zamorano ANTUNES

    2009-06-01

    Full Text Available Muitas décadas são necessárias até queuma floresta secundária apresente uma estruturasemelhante à de uma área em estádio avançado.Há espécies de aves florestais que dependem deflorestas avançadas, enquanto outras utilizamflorestas secundárias. Neste trabalho se comparaa riqueza de espécies de aves, a estrutura tróficada comunidade e a presença de espécies dedistribuição restrita em duas florestas secundáriascontíguas, mas com estruturas de vegetação distintas:os parques estaduais Alberto Löfgren - PEALe Cantareira - PEC. As aves foram amostradas emtrajetos efetuados entre agosto de 2005 e dezembrode 2008, e a vegetação foi avaliada a partir de 100pontos quadrantes por parque. A riqueza e onúmero de espécies de aves com distribuiçãorestrita foram significativamente maiores no PEC.As guildas insetívoros do sub-bosque, insetívorosterrestres e frugívoros terrestres apresentaramriqueza menor de espécies no PEAL em relação aoPEC. Concluiu-se que a avifauna florestal doPEAL é um subconjunto da avifauna do PEC,que a vegetação menos desenvolvida do primeiroe dificuldades de estabelecimento de populaçõessão as possíveis causas das diferenças observadasentre os parques e que ações de manejo podemaumentar a riqueza no PEAL, o que seriaimportante regionalmente.Many decades are required to asecondary forest shows a structure similar to anarea in advanced stage. Some forest bird speciesdepend on forest in advanced stage, while othersuse secondary forests. This work compares therichness of bird species, the trophic structure of thecommunity and the presence of species ofrestricted distribution in two adjacent secondaryforests, but with different structures of vegetation:the State Parks Alberto Löfgren - PEAL andCantareira - PEC. Birds were sampled on pathsmade between August 2005 and December 2008and vegetation was evaluated from 100 points perpark. The richness and number of bird specieswith restricted

  4. As viagens de Nísia Floresta: memória, testemunho e história The travels of Nísia Floresta: memory, testimony, and history

    OpenAIRE

    Constância Lima Duarte

    2008-01-01

    Dentre os escritores brasileiros do século XIX, que registraram suas viagens em livros, destaca-se Nísia Floresta Brasileira Augusta. Nascida no interior do Rio Grande do Norte, em 1810, ela residiu em Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro antes de se mudar para a Europa, em 1849, e visitar diferentes países até falecer, em 1885, em Rouen, na França. Dos 15 títulos que publicou - romance, novela, contos, poemas e ensaios, escritos em português, francês e italiano -, estão os interess...

  5. UTILIZAÇÃO DO QUOCIENTE DE DE LIOCOURT NA AVALIAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DIAMÉTRICA EM FRAGMENTOS DE FLORESTA OMBRÓFILA ABERTA EM PERNAMBUCO

    OpenAIRE

    Alves Junior, Francisco Tarcísio; Ferreira, Rinaldo Luiz Caraciolo; Silva, José Antônio Aleixo da; Marangon, Luiz Carlos; Costa Junior, Roberto Felix; Silva, Shirley de Oliveira

    2010-01-01

    RESUMO Grande parte da biodiversidade do ecossistema das florestas tropicais está se perdendo, antes mesmo que se tenha inteiro conhecimento de sua riqueza natural, assim, torna-se importante a realização de estudos, a fim de propiciar o conhecimento e a manutenção da sua estrutura, além de viabilizar a exploração de seus produtos, bens e/ou serviços provenientes de forma planejada e racional, garantindo o fluxo contínuo desses recursos. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi utilizar o q...

  6. Utilização do quociente de De Liocourt na avaliação da distribuição diamétrica em fragmentos de Floresta Ombrófila em Pernambuco.

    OpenAIRE

    Francisco Tarcísio Alves Júnior

    2007-01-01

    As florestas tropicais, grande parte da biodiversidade presente nesses ecossistemas está se perdendo, antes mesmo que se tenha inteiro conhecimento de sua riqueza natural, tornando-se importante a realização de estudos, a fim de, propiciar o conhecimento e a manutenção da biodiversidade, além de viabilizar a exploração de seus produtos, bens e/ou serviços provenientes de forma planejada e racional, garantindo o fluxo contínuo desses recursos. Dessa forma, o objetivo geral deste trabalho foi u...

  7. Produção de serapilheira e ciclagem de nutrientes de uma floresta estacional semidecidual em zona ripária Litter production and nutrient cycling of a semideciduous mesophytic forest in a riparian zone

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Rosa Tundis Vital

    2004-12-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado em uma zona ripária no período de outubro de 2000 a setembro de 2001, em uma parcela representativa de mata ciliar com vegetação do tipo "Floresta Estacional Semidecidual", localizada no centro-sul do Estado de São Paulo. A produção total de serapilheira foi de 10.646,0 kg.ha-1.a-1. A maior deposição de serapilheira e nutrientes ocorreu no fim da estação seca. A transferência total de macronutrientes foi de 217,76 kg.ha-1 de N, 11,55 kg.ha-1 de P, 52,79 kg.ha-1 de K, 199,80 kg.ha-1 de Ca e 38,70 kg.ha-1 de Mg. A serapilheira acumulada foi estimada em 6.227,25 kg.ha-1, a estimativa da taxa instantânea de decomposição (K, de 1,71; e o tempo necessário para o desaparecimento de 50 e 95% da serapilheira produzida, 150 e 639 dias, respectivamente.This work was carried out in a riparian zone from October 2000 to September 2001, within a representative plot of a riparian forest with semideciduous mesophytic forest vegetation, located in the center southern region of São Paulo state. The total litter production was 10.646 kg.ha-1.y-1. The season of highest litter and nutrient deposition was the late dry season. The total macronutrient transfer was 217.76 kg.ha-1 N; 11.55 kg.ha-1 P; 52.79 kg.ha-1 K; 199.80 kg.ha-1 Ca and 38.70 kg.ha-1 Mg. The accumulated litter was estimated as 6.227 kg.ha-1, instantaneous decomposition rate (K 1.71 and time needed time for 50% and 95% litter disappearance was 150 and 639 days, respectively.

  8. A 15-year post evaluation of the fire effects on ant community in an area of Amazonian forest Uma avaliação após 15 anos do efeito do fogo sobre a comunidade de formiga em uma área de floresta amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean C. Santos

    2008-01-01

    Full Text Available Fire represents an important disturbance to ant communities in areas of fire regime. Otherwise, little is known about the effects of fire on ant communities in areas of non-fire regimes, such as in the Amazonian region. We evaluated the long-term effect of fire on ant species richness in a rain forest (Bacaba Plateau burned 15-years ago and compare our data with the data of primary unburned forest. A total of 85 ant species distributed in 21 genera and 14 tribes were collected; among them, 72 and 44 species were found on the litter and vegetation, respectively. The fire damaged forest studied supports an intermediate richness of ants when compared to a primary unburned rain forest in the same region. A comparative analysis of ant species richness showed that the Bacaba Plateau presented a different ant fauna when compared with the primary unburned forests, suggesting that fire can alter ant species composition. Although, our results cannot be conclusive on the effects of fire on ant community, they represent a pioneer data on human induced fire in tropical rain forests.O fogo representa uma importante perturbação para a comunidade de formigas em áreas de regime de fogo. No entanto, pouco se conhece sobre os efeitos do fogo na comunidade de formiga em áreas de não-regime, tal como a região da Amazônia. Nós analisamos o efeito de longo prazo do fogo sobre a riqueza de formiga numa floresta tropical queimada 15 anos atrás e comparamos nossos dados, com os de uma floresta primária não-queimada. Foram coletadas um total de 85 espécies de formigas distribuídas em 21 gêneros e 14 tribos, dentre eles 72 e 44 espécies foram encontradas na liteira e vegetação, respectivamente. Esta área de floresta queimada, com 85 espécies, pode suportar uma riqueza intermédia de formigas quando comparadas com uma floresta tropical primária não-queimada, com 29, 22 e 98 espécies na mesma região. Uma análise comparativa da riqueza de espécies de

  9. A riqueza e composição de formigas como indicadores dos efeitos do manejo florestal de baixo impacto em floresta tropical no estado do Acre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Nakayama Miranda

    2013-02-01

    Full Text Available A sustentabilidade da extração madeireira seletiva depende de avaliações de impacto e monitoramento dos fatores abióticos, vegetação e fauna. Os objetivos deste trabalho foram estimar e comparar a riqueza e composição de formigas em área de manejo florestal sustentável de baixo impacto, no Projeto de Assentamento Chico Mendes, no Acre. As coletas foram realizadas com armadilhas pitfall e extrator de Winkler, em 30 parcelas de 10 x 10 m. As parcelas foram igualmente distribuídas em três tratamentos: (1 manejo - base de árvores exploradas em 2007; (2 queda natural - base de árvores caídas naturalmente em área não manejada; e (3 controle - parcela sem queda de árvore na mesma área não manejada. Para a caracterização da vegetação, foram tomadas medidas das variáveis: densidade arbórea e arbustiva, área basal arbórea e de árvores caídas, espessura de serapilheira e cobertura de dossel. A densidade arbórea foi significantemente maior no tratamento controle que no manejo. Diferenças significativas foram encontradas em cobertura de dossel entre os tratamentos controle e manejo e controle e queda natural. Foram coletadas 88 espécies de formigas, distribuídas em sete subfamílias. Não houve diferença na riqueza de espécies entre os tratamentos. Embora menor similaridade tenha sido encontrada entre os tratamentos manejo e controle, não foram observadas grandes diferenças na composição entre eles. Esses resultados indicaram que, nessa área, a atividade de extração madeireira de baixo impacto não afetou a assembleia de formigas, portanto, funcionalmente, essa forma de manejo não acarretou alterações no ecossistema em relação aos serviços associados às formigas.

  10. Sobrevivência de espécies arbóreas plantadas em clareiras causadas pela colheita de madeira em uma floresta de terra firme no município de Paragominas na Amazônia brasileira Survival of seedlings planted in gaps after harvesting in a terra firme rain forest in Paragominas region in the Brazilian Amazonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Macêdo Gomes

    2010-03-01

    Full Text Available Analisou-se a sobrevivência de mudas plantadas em 400 clareiras causadas por exploração florestal de impacto reduzido, em floresta de terra firme na Amazônia Oriental. Foram plantadas 3.818 mudas de 17 espécies, das quais apenas Schizolobium amazonicum não ocorre na área de estudo. A distância entre as mudas plantadas foi de aproximadamente 5m. As avaliações ocorreram em 2005 e 2006. Com base na sobrevivência das mudas aos 11 meses após o plantio, as espécies indicadas para o enriquecimento de clareiras são: Schizolobium amazonicum, Cedrela odorata, Jacaranda copaia, Manilkara huberi, Astronium gracile, Pouteria bilocularis, Tabebuia impetiginosa,Pseudopiptadenia suaveolens, Cordia goeldiana, Parkia gigantocarpa, Simarouba amara, Sterculia pilosa, Laetia procera, Dinizia excelsa e Schefflera morototoni. Estudos sobre a taxa de crescimento, em períodos mais longos, são necessários para confirmar a utilização dessas espécies em plantios de enriquecimento de clareiras oriundas de exploração florestal, como alternativa para aumentar a produtividade e o valor econômico das florestas naturais manejadas na Amazônia brasileira.Survival of seedlings planted in 400 gaps created by reduced impact logging in a terra firme forest in the Eastern Amazonia was evaluated. 3,818 seedlings from 17 species occurring in the study area, except for Schizolobium amazonicum (paricá, which is rare in natural forests of Paragominas region, were planted in the gaps. Spacing of planted seedlings was 5m. According to survival of seedlings during 11 months after planting, the species Schizolobium amazonicum, Cedrela odorata, Jacaranda copaia, Manilkara huberi, Astronium gracile, Pouteria bilocularis, Tabebuia impetiginosa,Pseudopiptadenia suaveolens, Cordia goeldiana, Parkia gigantocarpa, Simarouba amara, Sterculia pilosa, Laetia procera, Dinizia excelsa and Schefflera morototoni can be suggested for enriching in gaps created by reduced impact logging

  11. Sample intensity in ombrophilous open forest at Verde Para Sempre Extractive Reserve, Porto de Moz, PA = Intensidade amostral em Floresta Ombrófila Aberta na Resex Verde Para Sempre, Porto de Moz, PA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio Miranda Leão

    2018-03-01

    uma área de Floresta Ombrófila Aberta na Resex Verde Para Sempre. Foi simulada uma amostragem aleatória, com unidades amostrais de 1 ha e diversas intensidades amostrais: 5, 10, 15 e 20% em uma área de 200 ha, que foi submetida a um censo florestal. Foram avaliados os parâmetros fitossociológicos, como estrutura e diversidade, e os erros estimados pelas intensidades amostrais para o volume. A floresta apresenta uma estrutura com alta diversidade e espécies de alto valor econômico, indicando aptidão ao manejo florestal sustentável. Os tratamentos 5 e 10% de intensidade amostral não foram suficientes para contemplar todas as espécies existentes na área e estimar o volume dentro do limite de precisão exigido, o máximo de 10% de erro amostral. Os tratamentos de 15 e 20% se assemelharam ao valor paramétrico no que tange a composição florística, a diversidade de espécies e volumetria do censo florestal da área, não apresentando diferença significativa entre eles. A análise da estrutura fitossociológica mostrou a importância de se utilizar inventários amostrais para se avaliar o potencial econômico de uma área e sua aptidão ao manejo florestal.

  12. Distribuição espacial de carbono em solo sob floresta primária na Amazônia meridional Spatial distribution of soil carbon under primary forest cover in the southern Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo Novaes Filho

    2007-02-01

    Full Text Available O estudo do carbono assume grande importância devido à sua estreita relação com as mudanças climáticas da Terra. Uma das causas relevantes dessas alterações é a rápida substituição das florestas tropicais da Amazônia por sistemas agropecuários. Este trabalho foi desenvolvido em Juruena (MT, com os seguintes objetivos: estudo da distribuição espacial do teor de carbono e a estimativa do seu estoque na camada de 0-0,60 m de solo em microbacias sob floresta primária, por meio de técnicas geoestatísticas. Foram demarcados 185 pontos georreferenciados em forma de malha sistemática regular, abrangendo quatro microbacias próximas, com espaçamento de 20 x 20 m, em que foram coletadas amostras de solo até a profundidade de 0,60 m. A densidade aparente aumentou de 1,36 ± 0,081 g.cm-3 (± desvio-padrão para 1,46 ± 0,083 g.cm-3, nas profundidades de 0-0,20 m e 0,40-0,60 m, respectivamente. As microbacias apresentaram estoques médios de carbono (profundidade de 0-0,60 m distribuídos da seguinte forma: microbacia 1 = 56,73 t.ha-1, microbacia 2 = 59,35 t.ha-1, microbacia 3 = 59,22 t.ha-1 e microbacia 4 = 64,35 t.ha-1, com média geral de 59,74 ± 10,30 t.ha-1. Apesar de existir uma aparente homogeneidade quanto às características visíveis na paisagem, como relevo, cor de solo e vegetação, os atributos carbono e argila apresentaram considerável variabilidade, mesmo dentro de pequenos espaços como as microbacias estudadas. Isso demonstrou que a extrapolação de dados para estimativas de estoque de carbono em áreas maiores pode projetar resultados falsos, quando a variabilidade espacial de atributos de solo não é levada em consideração.The study of the carbon cycle is of great importance due to its intricate relationship with changes in the earth's climate. One of the relevant causes of changes in the carbon cycle is the high rate of land use change in the Amazon region, which replaces tropical forest cover with

  13. Efeito de borda ou da exploração? Demografia e estado de conservação de Euterpe edulis Martius em área protegida de floresta atlântica de terras baixas (RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Eduardo Guerra Domingos Nogueira

    2016-12-01

    Full Text Available Intrinsecamente, a palmeira-juçara (Euterpe edulis Martius desperta grande interesse por sua beleza e papel-chave em comunidades de fragmentos de Floresta Atlântica, porque é explorada como recurso alimentício por uma vasta assembleia de vertebrados. O objetivo do estudo foi investigar o estado de conservação de Euterpe edulis na Reserva Biológica União (Rio das Ostras, RJ através do estudo de sua demografia, bem como responder às seguintes questões: A população sofre efeito de borda? A escala de observação influencia sua detecção? Variáveis da estrutura da vegetação (cobertura herbácea, do dossel e sub-bosque foram mensuradas para caracterização dos ambientes e a fim de relacioná-las com a abundância e diâmetro dos indivíduos. Os resultados indicaram que a população de palmeira-juçara estudada não sofre efeito de borda. As variáveis da estrutura da vegetação não apresentaram relação com a abundância e diâmetro dos indivíduos nos distintos estágios de vida. Todavia, a estrutura da população estudada não indica potencial para regeneração natural (localmente da espécie (distribuição em J invertido, porque não há banco de plântulas formado. A baixa densidade e agregação, além da ausência de um banco de plântulas, junto ao diâmetro médio observado para adultos (14 cm, sugerem que a população foi drasticamente suprimida no passado.

  14. Treetop shelter of a neotropical river otter cub (Lontra longicaudis - Carnivora: Mustelidae in an Amazonian flooded forest Abrigo em copa de árvore de filhote de lontra neotropical (Lontra longicaudis - Carnivora: Mustelidae em floresta inundável amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Manuel Ribeiro Simões dos Santos

    2007-06-01

    Full Text Available The finding of a Neotropical river otter (Lontra longicaudis cub occupying a shelter in a hollowed treetop is reported. The observation was made in a seasonally flooded forest in Central Amazonia, during the high water peak of the annual inundation cycle. A literature review indicates that this is the first description of a shelter of the species, both in a hollowed tree and in Amazonia. This observation can indicate a strong relationship between the species' breeding cycle with the annual dynamics of Amazonian rivers. We discuss potential advantages and disadvantages of breeding when water level is high.É relatada a observação de um filhote de lontra (Lontra longicaudis ocupando um abrigo em uma cavidade na copa de uma árvore. A observação foi feita em uma floresta inundada na Amazônia Central, no pico de cheia do ciclo anual de inundação. A revisão da literatura revela que esta é a primeira descrição de um abrigo desta espécie em uma cavidade de árvore na natureza e na Amazônia. Tal observação pode indicar uma forte relação entre o ciclo reprodutivo da espécie e a dinâmica anual dos rios amazônicos. Discutimos vantagens e desvantagens potenciais da reprodução na época da cheia.

  15. Comparação entre uso de água em plantações de Eucalyptus grandis e floresta ombrófila densa (Mata Atlântica na costa leste do Brasil Comparison of water use in Eucalyptus grandis plantations and Atlantic Rainforest in eastern coast of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Auro Campi de Almeida

    2003-04-01

    Full Text Available Existe uma controvérsia histórica sobre o uso de água em plantações de eucalipto em vários países onde estas plantações vêm se expandindo. Este trabalho apresenta os resultados de um monitoramento hidrológico intensivo que vem sendo realizado desde 1994 em uma microbacia no município de Aracruz-ES, Brasil. As medições realizadas nos plantios de eucalipto (Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden e em uma floresta nativa (Mata Atlântica e as estimativas a partir de modelos hidrológicos para o cálculo de balanço hídrico demonstram que as plantações de eucalipto se comparam à floresta nativa quanto à evapotranspiração anual e ao uso de água do solo. Considerando o ciclo de crescimento do eucalipto para produção de celulose, o uso de água pela plantação pode ser inferior ao da floresta nativa, principalmente no início do ciclo. A análise da relação entre evapotranspiração e precipitação mostrou que em anos em que a precipitação é próxima à média anual existe um equilíbrio entre a perda e a entrada de água através da precipitação pluviométrica.A historical controversy exists on the use of water by eucalypt plantations worldwide. This study presents the results of an intensive hydrologic monitoring carried out since 1994 in a watershed in Aracruz-ES, Brazil. After over eight years of measuring a eucalyptus forest and its neighboring native species stands (Atlantic Rainforest, the measurements and hydrological models have shown that the eucalypt trees may consume water more economically than the native trees, considering its whole growing cycle of seven years. The evapotranspiration and precipitation ratio showed a water balance when the precipitation is close to the annual average.

  16. O SUB-BOSQUE DE REFLORESTAMENTOS DE PINUS EM SÍTIOS DEGRADADOS DA REGIÃO DA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL DO RIO GRANDE DO SUL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franz H. Andrae

    2005-08-01

    Full Text Available Analisou-se o sub-bosque de 12 povoamentos de Pinus sp. e um de Araucaria angustifolia O.Ktze., crescendo em solos degradados pelo uso agrícola na chamada 4a Colônia do Rio Grande do Sul. A Araucaria foi semeada diretamente, um dos povoamentos de Pinus, de 10 anos, resultou de uma renovação natural, os demais provêm de plantios de 25 a 30 anos atrás. Em 575 parcelas de 25 m² cada, distribuídas sistematicamente nos povoamentos, foram levantados o estrato arbóreo e a vegetação inferior, classificada em estratos de 0,3 a 1,3 m e maior que 1,3 m; no estrato inferior a 0,3 m somente a renovação natural de Pinus foi contada. A vegetação interna dos povoamentos se compôs de 121 espécies lenhosas, incluindo espécies desde comuns até nobres, mas também ornamentais ou frutíferas nativas e exóticas. Um bom número de espécies, porém, ocorreu com poucos representantes. Além disso registrou-se a presença freqüente de espécies não-arbóreas como ervas, gramas, samambaias e cipós. O número de espécies e o grau de cobertura do sub-bosque não dependiam da densidade do estrato superior de pinheiros. A abundância e a freqüência das espécies não variavam significativamente entre parcelas do centro dos povoamentos e da faixa periférica. O padrão de distribuição espacial das plantas dentro dos povoamentos foi quantificado pelo Índice de Cox. O Índice de Shannon foi usado como medida da diversidade em espécies; pelo Índice de Sörensen foi estudada a semelhança dos povoamentos. Conclui-se que plantios de exóticas nessa região não somente podem ser de interesse para os agricultores pelo elevado potencial produtivo em madeira, como também significam manchas de inesperada biodiversidade numa paisagem degradada. A riqueza do sub-bosque possivelmente se deve á extensão reduzida desses povoamentos.

  17. Sucesso reprodutivo de espécies distílicas de psychotria (rubiaceae em sub-bosque de floresta atlântica Reproductive success of distylous species of psychotria (rubiaceae of understory atlantic forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celice Alexandre Silva

    2013-04-01

    Full Text Available As espécies distílicas Psychotria conjugens, P. hastisepala e P. sessilis (Rubiaceae são típicas de sub-bosques sombreados. Ocorrem no maior fragmento de Floresta Estacional Semidecidual de Viçosa, Minas Gerais, Sudeste brasileiro - a Mata do Paraíso, com 194 ha. A distilia caracteriza-se pela presença dos morfos florais longistilos (L e brevistilos (B em indivíduos distintos e pela dependência de polinizações intermorfos (L x B ou B x L para a produção de frutos; é esperada a proporção equilibrada (isopletia dos indivíduos na população. Foram objetivos deste trabalho verificar, nas espécies citadas, a proporção dos morfos florais em uma área de 7 ha e a dependência por polinizadores, testando a incompatibilidade intramorfos (L x L e B x B por meio de polinizações manuais in vivo, a viabilidade dos grãos de pólen e dimorfismo dos grãos entre os morfos florais; e quantificar as produções de frutos e de sementes por morfo. Os morfos florais das espécies se encontram em proporções equilibradas. Houve incompatibilidade e a viabilidade dos grãos de pólen foi alta (> 64%. Verificou-se dimorfismo dos grãos, e os maiores diâmetros foram os de B. As produções de frutos e de sementes (uma ou duas dos morfos de P. sessilis e de P. conjugens foram semelhantes e, em P. hastisepala, foram maiores em B. Na Mata do Paraíso, as condições adequadas, como o hábitat, a isopletia e a atuação de polinizadores, são fatores que parecem favorecer o sucesso reprodutivo e, consequentemente, a manutenção local das espécies estudadas.The distylous species of Psychotria conjugens, P. hastisepala e P. sessilis (Rubiaceae are typical of understory shady. It occurs in the largest fragment (194 ha of semideciduous forest in Viçosa, Minas Gerais State, southeastern Brazil, where the present study was carried out. The distyly is characterized by the presence of pin (L and thrum (B floral morphs in different individual and the

  18. Variação sazonal e interanual na dinâmica populacional de Croton blanchetianus em uma floresta tropical seca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabelle Silva Nascimento

    2017-12-01

    Full Text Available O estudo foi realizado em uma área de caatinga em Pernambuco. Buscou-se avaliar a dinâmica de Croton blanchetianus em função da variação de precipitação entre estações climáticas e entre anos. Todos os indivíduos de C. blanchetianus presentes nas parcelas amostradas foram monitorados mensalmente, durante dois anos consecutivos. Houve diferença significativa de novas plântulas de C. blanchetianus entre estações e entre anos. Considerando a variação de precipitação entre anos, o comportamento da população parece ter sofrido pouca influência, pois apenas 14,8% de novas plântulas nessa população podem ser explicados pela variação de precipitação entre estações e entre anos. O poder de explicação da mortalidade pelo modelo linear generalizado foi de 1,4%, considerando a interação entre sazonalidade e variação interanual de precipitação. Diante desse contexto, torna-se necessário uma abordagem mais ampla do ponto de vista ecológico, para avaliar quais fatores ambientais são decisivos e podem estar direcionando o ritmo de renovação dessa população no tempo.

  19. Dinâmica espaço-temporal em uma guilda de borboletas frugívoras no limite norte da Floresta Atlântica Nordestina

    OpenAIRE

    Barbosa, José Elieudo Dias

    2009-01-01

    Um dos hotspots da biodiversidade mundial, a Mata Atlântica encontra-se reduzida a apenas 7% de sua área original. Ainda assim, apresenta uma das mais ricas faunas de borboletas do mundo. Borboletas são usadas com freqüência em avaliação ambiental, pois mostram forte associação com plantas hospedeiras, microclima e padrões de disponibilidade de recursos, sendo bons indicadores de diversidade e integridade ambiental. Este trabalho descreve a diversidade, composição e riqueza de espécies de bor...

  20. Variações de curto prazo no fluxo e variabilidade espacial do CO2 do solo em floresta nativa Short-term variations in flux and spatial variability of soil CO2 in native forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Fonseca D’Andrea

    2010-10-01

    Full Text Available

    O solo é um importante compartimento de carbono no globo terrestre, armazenando quantidade expressiva desse elemento em formas orgânicas, principalmente em áreas florestais. Compreender os fatores que afetam as perdas de CO2 do solo é fundamental para a redução das emissões de gases causadores de efeito
    estufa para a atmosfera. O objetivo deste trabalho foi avaliar os padrões de variabilidade espacial do fluxo de
    CO2 do solo em floresta nativa em um Latossolo  Vermelho distroférrico, textura muito argilosa, no Município de Lavras, MG. Foi delimitada uma grade com 32 pontos, espaçados regularmente pela distância de 5 m, na qual foram avaliados o fluxo de CO2, fatores ambientais (evaporação de água, temperatura e umidade do solo e atributos relacionados à fertilidade (pH, soma de bases e alumínio trocável, estrutura (densidade do solo e porosidade total e matéria orgânica do solo (carbono orgânico total e carbono da biomassa microbiana. Análises de correlação linear simples indicaram que as emissões de CO2 do solo são um fenômeno de natureza complexa, não podendo ser explicadas de maneira satisfatória por um único atributo do solo ou do ambiente. O fluxo de CO2 não apresenta variabilidade espacialmente estruturada na escala de amostragem adotada, com distribuição considerada aleatória.

     

    doi: 10.4336/2010.pfb.30.62.85

    Soil is an important compartment of carbon in terrestrial ecosystem, retaining substantial quantity of this element in organic forms, mainly in forest areas. The understanding of the factors that affect the fluxes of soil CO2 is the basic to the reduction of emissions of greenhouse gases to the atmosphere. The objective of this work was to evaluate the patterns of spatial variability of

  1. Predição De Parâmetros Estruturais De Florestas Tropicais A Partir Das Técnicas De Transformada De Fourier E Delineação Manual De Copa Aplicadas Em Imagens De Alta Resolução Espacial / PREDICTION THE PARAMETERS OF STRUCTURAL TROPICAL FOREST WITH THE FOURIER TRANSFORMED TECHNIQUES AND MANUAL DELINEATION CROWN APPLICATION IN HIGH-RESOLUTION IMAGERY

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arimatéa Ximenes, A. C. Carvalho Ximenes

    2010-05-01

    Full Text Available Problemas relacionados à dificuldade de acesso e limitações em termos de recursos humanos restringem o monitoramento constante e estudos nas florestas tropicais brasileiras. O Sensoriamento Remoto (S.R. apresenta-se como alternativa para suprir esta necessidade, devido à relativa facilidade de estudos em larga escala e possibilidade de recobrimento periódico da superfície terrestre. Estas aplicações potenciais fazem dos produtos de S.R. uma ferramenta promissora para estudos relacionados com a conservação e estimativa da biomassa florestal. Métodos de extração de informação de parâmetro estruturais da floresta são investigados a partir de imagens de alta resolução. Este trabalho tem como objetivo apresentar algumas aplicações das imagens de alta resolução para os estudos das florestais tropicais, abordando basicamente duas técnicas de predição de parâmetros estruturais de floresta: delimitação manual de copa e a análise de textura baseada na Transformada de Fourier.

  2. Equações de volume para galhos de espécies em diferentes grupos de valor econômico em uma Floresta Ombrófila Mista / Selection of mathematical equations to estimate the volume of branches for diferent groups of economic value in an Araucaria Forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geedre Adriano Borsoi

    2012-12-01

    Full Text Available ResumoO objetivo deste estudo foi testar equações matemáticas e estimar o volume de galhos para espécies de três grupos de valor econômico em uma área de Floresta Ombrófila Mista, situada na região nordeste do estado do Rio Grande do Sul. Foi realizada a cubagem rigorosa dos galhos de 287 árvores-amostra. Além dos galhos de cada árvore selecionada, o restante do fuste comercial (resíduo foi considerado na determinação do volume total de galhos. As árvores-amostra selecionadas foram separadas e classificadas em grupos de valor econômico. Dez modelos volumétricos foram testados, sendo que para a seleção do melhor modelo foram analisados o coeficiente de determinação ajustado, o coeficiente de variação; os desvios médios relativos, desvio absoluto relativo, o valor ponderado e a distribuição gráfica dos valores residuais. A divisão da floresta em grupos de valor comercial mostrou-se eficiente no ajuste de equações matemáticas. As equações selecionadas para estimar o volume de galhos foram: “1 de Meyer”, para o grupo de baixo valor; a “5 de Spurr”, para o grupo de médio valor, a “2 de Meyer – modificada”, para o grupo de alto valor comercial; e a “equação 3, de Naslund – modificada”, para a floresta.AbstractThe objective of this study was to test mathematical equations, and estimate the volume of branches for groups of three species of economic value in an area of Araucaria Forest, located in the northeast region of Rio Grande do Sul. Rigorous scaling of branches of 287 sample trees were performed. Besides considering the branches of each tree selected, the rest of the commercial tree trunks (residue were taken into account for the determination of the total amount of branches. The selected sample trees were separated and classified into groups of economic value. Ten volumetric models were tested. For selecting the best model, the analysis focused on the determination coefficient, the

  3. Predição De Parâmetros Estruturais De Florestas Tropicais A Partir Das Técnicas De Transformada De Fourier E Delineação Manual De Copa Aplicadas Em Imagens De Alta Resolução Espacial / PREDICTION THE PARAMETERS OF STRUCTURAL TROPICAL FOREST WITH THE FOURIER TRANSFORMED TECHNIQUES AND MANUAL DELINEATION CROWN APPLICATION IN HIGH-RESOLUTION IMAGERY

    OpenAIRE

    Arimatéa Ximenes, A. C. Carvalho Ximenes; Silvana Amaral, S. Amaral

    2010-01-01

    Problemas relacionados à dificuldade de acesso e limitações em termos de recursos humanos restringem o monitoramento constante e estudos nas florestas tropicais brasileiras. O Sensoriamento Remoto (S.R.) apresenta-se como alternativa para suprir esta necessidade, devido à relativa facilidade de estudos em larga escala e possibilidade de recobrimento periódico da superfície terrestre. Estas aplicações potenciais fazem dos produtos de S.R. uma ferramenta promissora para estudos relacionados com...

  4. Paridade de Anopheles cruzii em Floresta Ombrófila Densa no Sul do Brasil Anopheles cruzii parity in dense rain forest in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Caroline Dalla Bona

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a paridade e desenvolvimento ovariano da espécie Anopheles cruzii, durante os períodos estacionais. MÉTODOS: As capturas foram realizadas quinzenalmente, no período matutino, de abril/2004 a abril/2005, no Parque Estadual do Palmito, município de Paranaguá litoral do Estado do Paraná. Mosquitos adultos foram capturados usando a técnica pouso homem. As dissecções foram feitas utilizando-se a técnica de Detinova e de Polovodova e a avaliação do desenvolvimento folicular, segundo os critérios de Christophers e Mer. RESULTADOS: Foram dissecadas 208 fêmeas de Anopheles cruzii. A maioria das fêmeas dissecadas nas estações eram nulíparas. Sendo que 14,4% eram nulíparas com folículo além do estádio II de Christophers & Mer, o que evidencia o exercício da hematofagia previamente à primeira oviposição. Observou-se que as populações de Anopheles cruzii são constituídas de indivíduos jovens, talvez em razão da alta mortalidade de fêmeas paridas. CONCLUSÕES: A provável discordância gonotrófica das fêmeas dissecadas é importante do ponto de vista epidemiológico, considerando que a fêmea pode procurar mais de um hospedeiro para completar a maturação dos seus ovos.OBJECTIVE: To determine the parity and ovarian development of Anopheles cruzii species during the seasons. METHODS: Collections were carried out fortnightly in the morning in the Palmito State Park in the municipality of Paranaguá, Southern Brazil, between April 2004 and April 2005. Adult mosquitoes were captured using human landing rate. Dissections were performed using Detinova's and Polovodova's methods and follicular development was assessed following Christophers and Mer's criteria. RESULTS: A total of 208 specimens of Anopheles cruzii were dissected. Most females dissected were nulliparous in the seasons; 14.4% of them were found to be nulliparous above Christophers and Mer's stage II, which shows previous blood meal prior to the

  5. Vespas sociais (Hymenoptera, Vespidae, Polistinae de floresta pluvial Amazônica de terra firme em Caxiuanã, Melgaço, Pará Social wasps (Hymenoptera, Vespidae, Polistinae of an Amazonian "terra firme" rain forest in Caxiuanã, Melgaço, PA, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzanna de S. Silva

    2009-09-01

    Full Text Available As vespas sociais são notáveis por sua organização social complexa, arquitetura elaborada dos ninhos, e por seu papel em ecossistemas terrestres como predadores de outros insetos e artrópodes. O número de inventários de vespas sociais no Brasil ainda é pequeno, assim como os esforços para padronização dos protocolos de coleta, dificultando a comparação entre os resultados obtidos. A composição e a riqueza das vespas sociais na Floresta Nacional de Caxiuanã, Melgaço, PA, foram avaliadas através de um inventário estruturado numa parcela quadrada de 25 km² de floresta de terra firme. Os métodos de coleta empregados foram a "busca ativa por indivíduos e colônias em trilhas de 1.000m" e "armadilhas de Malaise". Foram registradas 65 espécies de vespas sociais pertencentes a 12 gêneros. Agelaia fulvofasciata (Deeger, 1773 e Angiopolybia pallens (Lepeletier, 1836 foram as espécies mais frequentes na área em ambos os métodos. Busca ativa apresentou um melhor desempenho quanto à descoberta de espécies de vespas sociais (63 do que armadilha de Malaise (26. O levantamento representou um incremento de 21 espécies à lista obtida anteriormente para Caxiuanã e de um novo registro para o estado do Pará (Polybia brunnea (Curtis, 1844.Social wasps are remarkable for their complex social organization, elaborated architecture of the nests, and predatory activity over other insects and arthropods. The number of inventories made in Brazil has been small as well the efforts for standardization of collecting protocols, so that adequate comparison of results remains difficult. The composition and richness of social wasps in Floresta Nacional de Caxiuanã, Melgaço, PA, Brazil were assessed by performing a structured inventory in a 25 km² square parcel of "terra firme" forest. Collecting methods were "active search for individual and colonies along 1,000 m transects" and "Malaise trapping". Sixty-five species of 12 genera were collected

  6. Structure and composition of the ground-herb community in a terra-firme Central Amazonian forest Estrutura e composição da comunidade herbácea terrestre em uma floresta de terra-firme da Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Regina Capellotto Costa

    2004-01-01

    Full Text Available The herb community of tropical forests is very little known, with few studies addressing its structure quantitatively. Even with this scarce body of information, it is clear that the ground herbs are a rich group, comprising 14 to 40% of the species found in total species counts in tropical forests. The present study had the objective of increasing the knowledge about the structure and composition of the ground-herb community and to compare the sites for which there are similar studies. The study was conducted in a tropical non-inundated and evergreen forest 90 km north of Manaus, AM. Ground herbs were surveyed in 22 transects of 40 m², distributed in five plots of 4 ha. The inventoried community was composed of 35 species, distributed in 24 genera and 18 families. Angiosperms were represented by 8 families and Pteridophytes by 10 families. Marantaceae (12 sp and Cyperaceae (4 sp were the richest families. Marantaceae and Poaceae were the families with greatest abundance and cover. Marantaceae, Poaceae, Heliconiaceae and Pteridophytes summed 96% of total herb cover, and therefore were responsible for almost all the cover of the community. The 10 most important species had 83.7% of the individuals. In general, the most abundant species were also the most frequent. Richness per transect varied from 7 to 19 species, and abundance varied from 30 to 114 individuals. The community structure was quite similar to 3 other sites in South America and one site in Asia.A comunidade herbácea das florestas tropicais é pouco conhecida, havendo poucos estudos quantitativos de sua estrutura. Mesmo com esta quantidade escassa de informações, é possível afirmar que as ervas terrestres são um grupo rico, representando 14 a 40% das espécies encontradas em contagens totais de espécies em florestas tropicais. O presente estudo teve como objetivo aumentar o conhecimento sobre a estrutura e composição da comunidade de ervas terrestres e comparar as

  7. Water erosion in soils under eucalyptus forest as affected by development stages and management systems Erosão hídrica em solos sob floresta de eucalipto em diferentes estádios de desenvolvimento e sistemas de manejo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Hoffmann Oliveira

    2013-04-01

    Full Text Available The constant increasing of eucalyptus forest areas in Brazil requires an accurate monitoring of water erosion. The present study aimed to evaluate soil, nutrients and organic carbon losses occasioned by water erosion in eucalyptus planted forests (EPF at different development stages (2, 3 and 7 years old. Soil erosion sediments were measured and sampled from standard erosion plots installed on Red Argisol-RA (Ultisol and Haplic Cambisol-HC (Inceptisol. Soil loss decreased as the age of plants increased; at the beginning of plant development, the canopy barely covered the soil surface, exposing the soil to higher erosion at young EPF plantations. Furrow planting system was used in the Red Argisol area and caused higher soil losses (1.1 to 6.2 Mg ha-1 year-1 as compared to pit planting system that was used in the Cambisol area (1.1 Mg ha-1 year-1. It is known that Cambisol is less resistant to erosion than Argisol. However, using pit system in this EPF, resulted in lower erosion and, therefore, nutrients and carbon losses than the traditional furrow system used in Argisol. Concerning the soil loss, this work points to the need of improving soil conservation practices to prevent soil erosion at the earlier stages of eucalyptus plantation. The amount of calcium and potassium were higher than magnesium in the soil sediment.The relatively high amount of carbon found in the erosion sediments raises additional concerns about the environmental sustainability and deserves future research.O aumento constante das áreas de florestas de eucalipto no Brasil impõe um monitoramento acurado da erosão hídrica. No presente estudo, objetivou-se avaliar as perdas de solo, nutrientes e carbono orgânico ocasionadas pela erosão hídrica em florestas plantadas de eucalipto em diferentes estádios de desenvolvimento (2, 3 e 7 anos. Os sedimentos de erosão foram medidos e amostrados por parcelas-padrão instaladas em Argissolo Vermelho (Ultisol e Cambissolo H

  8. Incremento, ingresso e mortalidade em uma floresta de contato ombrófila aberta/estacional em Marcelândia, Estado do Mato Grosso Increment, entry and mortality in a open/seasonal ombrophilous contact forest into Marcelândia, Mato Grosso State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chirle Colpini

    2010-09-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve por objetivo estudar o incremento em diâmetro, área basal e volume, o ingresso e a mortalidade de uma floresta ombrófila aberta/estacional no município de Marcelândia. Os dados são provenientes de 69 parcelas permanentes instaladas e medidas em 2001 e remedidas em 2003 e 2007. Foram avaliados o número de indivíduos e os incrementos em diâmetro, área basal e volume para o período de 2001 a 2007. O ingresso foi determinado como sendo as árvores que atingiram ou ultrapassaram o diâmetro de 17 cm. A mortalidade foi calculada pela soma de todas as árvores com diâmetro igual ou superior a 17 cm encontradas mortas em cada medição. No período considerado de seis anos, teve como resultado para o incremento em diâmetro, área basal e volume respectivamente, 0,34 cm; 0,22 m².ha-1 e 2,11 m³.ha-1. Os valores médios para as taxas de mortalidade e ingresso foram, respectivamente, 0,78% e 0,30%.This research aimed to study the increase in diameter, basal area, volume, the entry, and the mortality of an open/seasonal ombrophilous forest in the city of Marcelândia. Data were collected in 69 permanent plots established in 2001 and remeasured in 2003 and 2007. The number of individuals and the increases in diameter, basal area, and volume for the period 2001 to 2007 were evaluated. The entry was determined by the trees that have reached or exceeded a diameter of 17 cm. Mortality was calculated as the sum of all found dead trees in each measurement with a diameter equal or more than 17 cm. In the considered period of six years, the results to the increase in diameter, basal area, and volume were respectively, 0.34 cm, 0.22 m².ha-1, and 2.11 m³.ha-1. The average values for the mortality rates and entry respectively were 0.78% and 0.30%.

  9. Colonização de macroinvertebrados bentônicos em detritos foliares em um riacho de primeira ordem na Floresta Atlântica do nordeste brasileiro

    OpenAIRE

    Santos, Iris Gabrielly Arruda dos; Rodrigues, Gilberto Gonçalves

    2015-01-01

    O objetivo do estudo foi avaliar a colonização de macroinvertebrados bentônicos em detritos foliares de Inga ingoides (Leguminosae) em experimentos de campo em um riacho de primeira ordem da Mata Atlântica do Estado de Pernambuco no nordeste do Brasil. Um total de 270 bolsas de folhiço, distribuídas em três trechos do riacho com características similares em relação à morfologia e parâmetros físicos e químicos da água foram submersas, entre fevereiro a julho de 2013 e retiradas após 7, 30, 60,...

  10. Estrutura da vegetação arbórea de um remanescente ecotonal urbano floresta-savana no Parque do Sabiá, em Uberlândia, MG Tree vegetation structure in an urban forest-savanna ecotone remnant, southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frederico Augusto Guimarães Guilherme

    2007-04-01

    Full Text Available Neste estudo, avaliou-se a estrutura do componente arbóreo de manchas de vegetação correspondentes à Floresta Estacional Semidecidual e dois cerradões, inseridas em um remanescente urbano composto também por uma mancha de mata de brejo. O levantamento compreendeu 1,32 ha, onde todos os indivíduos com perímetro à altura do peito > 5 cm foram amostrados. Registraram-se 141 espécies, distribuídas em 46 famílias botânicas, com diversidade de Shannon de 3,99. Fabaceae apresentou a maior riqueza de espécies no levantamento, corroborando o padrão encontrado em outros estudos sobre o bioma Cerrado. Maprounea guianensis teve os maiores valores relativos de densidade, freqüência e dominância no remanescente. A floresta estacional apresentou a maior riqueza florística e espécies características dessa formação, em comparação com demais pesquisas. Hirtella glandulosa apresentou o maior valor de importância no cerradão 2, o que evidencia a existência de um solo distrófico nessa fisionomia. Características estruturais similares entre o cerradão 2 e a floresta estacional e diversidade florística significativamente maior no cerradão 2 do que no cerradão 1, além da presença de espécies típicas de matas de brejo e floresta estacional no cerradão 2, evidenciavam áreas de transição no remanescente. No cerradão 1 foram registrados poucos indivíduos arbóreos nas menores classes de diâmetro. Isso provavelmente se deva às perturbações antrópicas constantes e variadas, indicando a necessidade de ações preventivas para a conservação e manejo desse patrimônio biológico.The study evaluated the tree component structure of vegetation fragments consisted of semideciduous forest, two woody savannas (cerradão, inserted in an urban forest remnant, also consisting of a fragment of swamp forest. The survey comprised 1.32 hectares, where all trees with ³ 5 cm perimeter at breast height were recorded. A total of 141 species

  11. Florística e estrutura fitossociológica em floresta ombrófila densa submontana na barragem do rio São Bento, Siderópolis, Estado de Santa Catarina = Floristic composition and phytosociological structure in a submontane ombrophilous dense forest at São Bento river dam, Siderópolis, Santa Catarina State

    OpenAIRE

    Sinara Colonetti; Vanilde Citadini-Zanette; Rafael Martins; Robson dos Santos; Edilane Rocha; João André Jarenkow

    2009-01-01

    Apresentam-se os resultados de levantamentos florístico e fitossociológico em remanescente de Floresta Ombrófila Densa Submontana circunjacente à barragem do rio São Bento, objetivando fornecer dados primários para ações de restauração e conservação destaformação. A área está localizada no Sul de Santa Catarina, município de Siderópolis. Utilizou-se como área amostral um hectare e foram registrados indivíduos com DAP ≥ 5 cm e quantificados seus descritores estruturais. Foram identificadas 107...

  12. Dinâmica da regeneração natural em uma floresta ombrófila densa secundária, após corte de cipós, Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce S.A., estado do Espírito Santo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Agostinho Lopes de

    2002-01-01

    Full Text Available No presente trabalho foram analisados a dinâmica de sucessão, o crescimento e a produção de uma Floresta Ombrófila Densa secundária, após corte de cipós. O tratamento silvicultural foi executado com o objetivo de promover o rápido retorno da floresta às suas condições primárias ou, no mínimo, diminuir o intervalo de tempo entre dois ciclos de corte sucessivos. Os dados foram provenientes de um experimento implantado em 1989 e medido bienalmente na Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce S.A., localizada entre os municípios de Linhares e Jaguaré, ES, Brasil. Foi empregada amostragem sistemática, tendo sido considerados como indivíduos da regeneração natural todos aqueles com dap < 5,0 cm. Foram analisadas as estimativas dos parâmetros da composição florística, a diversidade de espécies e a estrutura da regeneração natural, em cada ocasião de monitoramento. As análises permitiram concluir que, para todas as categorias analisadas, houve grandes variações positivas nas taxas de regeneração natural e aumento da área basal desses indivíduos ao longo do período de monitoramento, indicando ser este compartimento da floresta o mais beneficiado pela aplicação do tratamento e, indiretamente, o estrato arbóreo, ao receber o ingresso desses indivíduos. Assim, o corte de cipós favoreceu a dinâmica de sucessão secundária, diminuindo a concorrência por espaço, nutrientes e luz, o que proporciona importante desenvolvimento da regeneração natural e grande elevação da taxa de ingresso de novos indivíduos no estrato arbóreo.

  13. Quantificação de biomassa e estimativa de estoque de carbono em uma floresta madura no município de Viçosa, Minas Gerais Quantification of biomass and estimation of carbon stock in a mature forest in the municipal district of Viçosa, Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabina Cerruto Ribeiro

    2009-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi quantificar a biomassa de fuste sem casca e o carbono estocado em uma floresta madura localizada no Município de Viçosa (MG. A quantificação da biomassa foi feita pelo método não destrutivo, por meio do uso de uma densidade média da madeira das espécies de maior valor de importância. Foram contabilizadas 319 espécies arbóreas, pertencentes a 177 gêneros e 60 famílias. A quantificação da biomassa do fuste sem casca resultou em estimativas de 166,67 t.ha-1, o que correspondeu a 83,34 tC.ha-1. As estimativas obtidas para a floresta madura podem ser usadas como referência para o estabelecimento de projetos de florestamento/reflorestamento, no âmbito do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, estabelecido no Protocolo de Quioto.The objective of this study was to quantify the stem biomass without bark and the carbon stock in a mature forest located in the municipal district of Viçosa (MG. The biomass quantification was performed using the non-destructive method, by the use of a mean wood density of species of greater importance value. Three hundred and nineteen tree species were registered, belonging to 177 genera and 60 families. The quantification of the biomass resulted in 166,67 t.ha-1, which corresponds to 83,34 tC.ha-1. The estimates obtained for the mature forest can be used as a reference for the establishment of afforestation/reforestation projects in the scope of the Clean Development Mechanism.

  14. The earthworm fauna of regenerating forests and anthropogenic habitats in the coastal region of Paraná A fauna de minhocas em florestas em regeneração e habitats antropogênicos na região costeira do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jörg Römbke

    2009-08-01

    Full Text Available The aim of this study was to evaluate abundance, biomass and diversity of earthworms in the southern coast region of the Mata Atlântica biodiversity hotspot. A total of 51 study sites in pastures, banana monocultures, mixed agroforestry systems, secondary forests in succession and old-growth forests near the coast of Paraná, Brazil, were evaluated. Each site was sampled once. Species richness of the earthworms was generally low and varied little between sites. At all sites except for one, the peregrine species Pontoscolex corethrurus (Glossoscolecidae strongly dominated. Three other peregrine species, Amynthas corticis, Amynthas gracilis (Megascolecidae and Ocnerodrilus occidentalis (Ocnerodrilidae, were frequent in moist sites. No autochthonous species were found. Abundance and biomass of earthworms varied strongly within and between sites (0-338 individuals m-2, 0-96 g m-2 fresh weight. Pastures had significantly lower abundance than all other sites. The forest sites had similar earthworm abundance and biomass, with a tendency to be higher in younger succession stages. The coastal plain region has been strongly altered by human activities. Reasons for the lack of any autochthonous species and the dominance of one peregrine species require further investigation.O objetivo deste estudo foi avaliar a abundância, a biomassa e a diversidade de minhocas, na região costeira sul do "hotspot" de biodiversidade Mata Atlântica. Um total de 51 locais foram avaliados em pastagens, monoculturas de banana e sistemas agroflorestais de banana com palmito e florestas secundárias próximos à costa do Estado do Paraná. Cada local foi amostrado apenas uma vez. A riqueza de espécies de minhocas, de modo geral, foi baixa e variou pouco entre os locais. Em todos os locais, exceto um, predominou a espécie peregrina Pontoscolex corethrurus (Glossoscolecidae. Não foram encontradas espécies nativas em nenhum local. Três outras espécies peregrinas, Amynthas

  15. Biologia reprodutiva de Canistrum aurantiacum E. Morren (Bromeliaceae em remanescente da Floresta Atlântica, Nordeste do Brasil Reproductive biology of Canistrum aurantiacum E Morren (Bromeliaceae in Atlantic Rain Forest Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Alves de Siqueira Filho

    2001-12-01

    Full Text Available Canistrum aurantiacum é uma espécie esciófila, epifítica ou terrestre, componente do sub-bosque de mata e endêmica da Floresta Atlântica dos Estados de Pernambuco e Alagoas. Na Reserva Ecológica de Dois Irmãos (REDI (8º7'30"S e 34º52'30"W a ± 80 msm, em Pernambuco, C. aurantiacum forma densa população, com período de floração de novembro a meados de fevereiro, com pico no ínicio de dezembro, quando chega a abrir, num único dia, até doze flores por indivíduo. Suas flores são tubulosas, com 4 a 5 cm de comprimento. Apresenta síndrome de ornitofilia caracterizada pela antese diurna e ausência de odor nas flores, com corola amarelo-ouro e pela cor vermelha das brácteas involucrais, além do volume e concentração do néctar variando entre 22,6-40,5ml e 26-33%, respectivamente. O pólen e o estigma estão funcionais durante todo o período de antese, que se inicia por volta das 5:20 h da manhã e começam a fechar por volta das 16:00 h. Foram registrados os beija-flores: Chlorostilbon aureoventris e Thalurania watertonii (Trochilinae, Glaucis hirsuta, Phaethornis pretrei e P. ruber (Phaethornitinae. Este último foi observado em intervalos regulares de 10 a 30 min., caracterizando o padrão de visitas do tipo "trap-lining", sendo considerado o principal polinizador da espécie. C. aurantiacum é autocompatível, porém produz baixo número de sementes por fruto nas autopolinizações em relação às polinizações naturais promovidas pelos beija-flores. Pipra rubrocapilla (Pipridae e Tangara faustuosa (Thraupinae foram observados dispersando os frutos de C. aurantiacum. A ornitofilia predominante em Bromeliaceae tem sido interpretada como mecanismo de evolução paralela entre bromélias e beija-flores. Canistrum aurantiacum pode se caracterizar como um exemplo dessa estreita relação.Canistrum aurantiacum, a shade-tolerant species, is either an epiphyte or a terrestrial plant, endemic of the coastal Atlantic forest

  16. Dinâmica da Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze. e Ilex paraguariensis St. Hil. em duas florestas de araucária no estado do Paraná, Brasil / Dynamic of Araucaria angustifolia (Bert. Ktze. e Ilex paraguariensis St. Hil. in two araucária forest located in the state of Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geise de Góes Canalez

    2006-04-01

    Full Text Available Neste trabalho, estudaram-se o crescimento volumétrico, a mortalidade e o recrutamento das espécies Ilex paraguariensis St. Hil. e Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze em duas florestas de araucária localizadas no Estado do Paraná, Brasil. Os dados foram coletados em 4 parcelas permanentes, no município de São João do Triunfo e 8 nos municípios de General Carneiro e Coronel Domingos Soares, medidas a partir de 1998, todas com 1,00 hectare cada, exceto uma com 0,5 hectare em São João do Triunfo. As espécies foram analisadas por meio de indicadores estruturais e dinâmicos: IVI, abundância, área basal, volume, distribuição diamétrica, distribuição espacial, recrutamento, mortalidade e incrementos. Os resultados demonstraram que em sete anos de dinâmica estrutural a espécie Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze, teve decréscimo acentuado na sua posição de importância na comunidade já a espécie Ilex paraguariensis St. Hil., de maneira geral, manteve seu IVI nas comunidades. Observou-se na comunidade de São João do Triunfo, a espécie Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze, passa por una diminuição de densidade, porque a mortalidade está sendo maior que o recrutamento, entretanto na área de General Carneiro o quadro é inverso, está ocorrendo um aumento na densidade total para a espécie. Já para a Ilex paraguariensis St. Hil., a densidade tem aumentado gradativamente. Assim, evidenciou-se que as duas florestas, com relação às duas espécies analisadas, apresentaram comportamentos diferentes em termos de recrutamento, mortalidade e crescimento volumétrico e a provável causa para isso tenha sido a diferença no histórico de exploração no passado, bem como outros fatores relacionados ao sítio. A área de General Carneiro e Coronel Domingos Soares apresentou maior crescimento para estas duas espécies que a área de São João do Triunfo, com valor incremento volumétrico periódico anual (IPA vol médio de 2

  17. Abundance of two Dendrocincla woodcreepers (aves: Dendrocolaptidae in relation to forest structure in Central Amazonia O uso do habitat por duas espécies de arapaçus Dendrocincla (aves: Dendrocolaptidae em relação a estrutura da floresta na Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Cintra

    2006-01-01

    Full Text Available Few studies have been conducted to verify how the structure of the forest affects the occurence and abundance of neotropical birds. Our research was undertaken between January 2002 and July 2004 at the Reserva Ducke, near Manaus (02º55',03º01'S; 59º53',59º59'W in central Amazonia, to verify how the forest structure affects the occurrence and abundance of two bird species: the Plain-brown Woodcreeper Dendrocincla fuliginosa and the White-chinned Woodcreeper Dendrocincla merula. Bird species occurrence was recorded using lines of 20 mist-nets (one sample unit, along 51 1-km transects distributed along 9 pararel 8 km trails covering an area of 6400 ha. Along these transects, we placed 50 x 50m plots where we recorded forest structure components (tree abundance, canopy openness, leaf litter, standing dead trees, logs, proximity to streams, and altitude. We then related these variables to bird occurence and abundance using multiple logistic and multiple linear regression models, respectively. We found that D. fuliginosa frequently used plateau areas; being more abundant in areas with more trees. On the other hand, D. merula occurred more frequently and was more abundant in areas with low tree abundance. Our results suggest that although both species overlap in the reserve (both were recorded in at least 68% of the sampled sites, they differ in the way they use the forest microhabitats. Therefore, local variation in the forest structure may contribute to the coexistence of congeneric species and may help to maintain local alpha diversity.Em florestas neotropicais, poucos estudos tem sido conduzidos para verificar como a estrutura da floresta afeta o uso desse ambiente por aves. Este estudo foi realizado entre Janeiro de 2002 e Julho de 2004 na Reserva Ducke próximo a Manaus (02º55',03º01'S; 59º53',59º59'W, para verificar como a estrutura da floresta afeta a ocorrência e abundância de duas espécies de aves: o Arapaçu-pardo, Dendrocincla

  18. Fitossociologia de florestas de mangue plantadas e naturais no estuário do Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Bernini

    2013-10-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n1p37 A fitossociologia de florestas de mangue plantadas e naturais foi comparada no estuário do Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Brasil. A amostragem da vegetação foi feita pelo método de parcelas, sendo registrado o diâmetro à altura do peito (DAP e a altura dos indivíduos > 1 m de altura. Os resultados indicaram que a floresta plantada apresenta menores valores de DAP médio e área basal, e maior densidade de troncos em relação à floresta natural. A distribuição de indivíduos por classes de altura e a distribuição de troncos por classes diamétricas mostraram que a floresta plantada é mais jovem. Laguncularia racemosa e Rhizophora mangle ocorreram em ambas as florestas, enquanto Avicennia schaueriana foi registrada apenas na floresta plantada. Laguncularia racemosa apresentou maior dominância e densidade relativa em todos os sítios analisados, provavelmente, por ser característica de locais com menor influência marinha e pelo fato do estuário ter sido alterado por perturbações antrópicas.

  19. Mecanismos de regeneração natural em diferentes ambientes de remanescente de Floresta Ombrófila Mista, São Francisco de Paula, RS Mechanisms of natural regeneration in different environments in the remaining Mixed Rain Forest, São Francisco de Paula, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Belmonte Chami

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar os mecanismos de regeneração natural em três agrupamentos florísticos em remanescente de Floresta Ombrófila Mista, localizado em São Francisco de Paula, RS. A coleta dos dados foi realizada em seis conglomerados de um hectare, subdivididos em 16 parcelas cada, nas quais foram coletadas amostras da chuva de sementes, do banco de sementes no solo e do banco de plântulas. Os grupos florísticos apresentaram diferenças significativas para a densidade de indivíduos na chuva de sementes e no banco de plântulas. Para o banco de sementes no solo, o grupo G1 diferiu dos grupos G2 e G3. A riqueza de espécies observada no banco de plântulas sugere que este pode ser o mecanismo principal de manutenção da diversidade no remanescente. A chuva de sementes foi abundante e representou uma fonte expressiva de propágulos para abastecer o banco de sementes e banco de plântulas local e das áreas circunvizinhas. O banco de sementes do solo não apresentou potencial florístico para representar a riqueza de espécies presentes na vegetação arbórea, corroborando o estágio sucessional avançado desta floresta, uma vez que o banco de sementes é formado principalmente de espécies pioneiras.The aim of this study was to evaluate the natural regeneration mechanisms in three floristic groups of the remaining Mixed Rain Forest, located in San Francisco de Paula, RS. The data were collected in six conglomerates of one hectare, subdivided into 16 plots, in which seed rain, soil seed bank, and seedling bank were collected. The groups presented differences in the density of individuals in the seed rain and in the seedling banks. For the soil seed bank, the group G1 differed from the groups G2 and G3. The seedlings bank, due to the wealth of species, may be the primary mechanism for maintaining diversity in the remnant. Seed rain was abundant and represented an expressive source of seeds to supply the seed bank and the

  20. Variáveis ambientais e a distribuição de espécies arbóreas em um remanescente de floresta estacional semidecídua montana no campus da Universidade Federal de Lavras, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Espírito-Santo Fernando Del Bon

    2002-01-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo detectar padrões de distribuição espacial da comunidade arbórea de um fragmento de floresta estacional semidecídua montana e suas relações com variáveis ambientais, com ênfase nas variações catenárias do solo e efeito das bordas. O remanescente florestal, conhecido como Mata da Subestação, cobre uma área de 8,75ha e está localizado no campus da Universidade Federal de Lavras, MG, nas coordenadas de 21masculine13'17''S e 44masculine57'47''W e com altitudes variando de 910 a 940m. A amostragem foi realizada por meio de duas transeções (A e B separadas por 80m e compostas, cada uma, por 21 e 31 parcelas contíguas de 20 x 20m de dimensões. As transeções foram lançadas no sentido da declividade maior da encosta e ligando bordas opostas do fragmento. Todos os indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito (DAP superscript three 5cm presentes nas parcelas foram identificados e medidos (DAP e altura. Foi feito um levantamento topográfico detalhado da área amostrada. Amostras do solo superficial (0-20cm foram coletadas em cada parcela para análise química e textural. O solo das parcelas foi classificado, sendo identificadas duas catenas que continham, da baixa para a alta encosta, Nitossolos e Latossolos (transeção A e Nitossolos, Cambissolos e Latossolos (transeção B. O levantamento florístico geral, feito nas parcelas e no fragmento como um todo, registrou 238 espécies pertencentes a 143 gêneros e 57 famílias. Nas parcelas, os 3120 indivíduos amostrados pertenciam a 175 espécies, 115 gêneros e 49 famílias. O índice de diversidade de Shannon foi de H' = 4,19 nats.indivíduo-1, com equabilidade J' = 0,81, valores altos no contexto de levantamentos semelhantes na região. O elevado índice de espécie raras (densidade relativa < 1 árvore.ha-1 de 34% sugere que o isolamento genético devido à fragmentação pode prejudicar a conservação biológica de muitas espécies a

  1. Análise do Processo de Fragmentação da Floresta nos Municípios de Corumbiara e Buritis - RO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olívia Bueno Costa

    Full Text Available RESUMOA expansão das áreas de pastagens e de produção de grãos no estado de Rondônia se deu de forma acelerada na última década devido principalmente a incentivos fiscais e a alta demanda do mercado externo. Em consequência, graves processos de degradação da floresta se iniciaram. Este estudo objetivou analisar processos de fragmentação da floresta nos municípios de Corumbiara e Buritis, estado de Rondônia. Para tanto, foram utilizadas imagens Landsat 5 TM para classificar as áreas de floresta e não floresta. A avaliação da acurácia para a classificação supervisionada Maximum Likelihood indicou acurácia global de 91% e Kappa de 78%. Os resultados do cálculo de métricas indicam um aumento do retalhamento da paisagem ao longo da última década nos municípios, com aumento do efeito de borda, diminuição significativa da área da classe floresta e diminuição da conectividade das manchas de floresta. Assim, com base neste estudo, pôde ser observado um processo contínuo de aumento da fragmentação da floresta nativa nesses municípios.

  2. Local-scale spatial variation in diversity of social wasps in an Amazonian rain forest in Caxiuanã, Pará, Brazil (Hymenoptera, Vespidae, Polistinae Variação na diversidade de vespas sociais em escala local numa floresta pluvial amazônica em Caxiuanã, Pará, Brasil (Hymenoptera, Vespidae, Polistinae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Orlando Tobias Silveira

    2012-09-01

    analisa em escala local padrões espaciais de registros de coleta, investigando também a variação espacial de descritores de diversidade numa área de 2.500 hectares de floresta amazônica no Brasil. Espécies raras constituíram a maior parte da fauna. Efeitos espaciais de curta distância foram detectados para a maioria das espécies mais comuns, com agregação de registros em distâncias até ca. 800 metros. Hiatos espaciais maiores foram identificados para algumas espécies, constituindo provavelmente autocorrelação exógena e candidatos a explicação por fatores ambientais. Nalguns casos, foram encontradas correlações significativas (ou quase entre cinco espécies (de Agelaia, Angiopolybia e Mischocyttarus e três variáveis ambientais estudadas: distância ao riacho mais próximo, altitude topográfica e tipo de copa da floresta. A associação desses fatores com variáveis de biodiversidade foi geralmente baixa. Quando utilizados como preditores de riqueza de Polistinae numa regressão linear múltipla, apenas o coeficiente para tipo de dossel florestal resultou significativo. Alguma predição mostra-se possível sobre variáveis de biodiversidade com base no conhecimento de condições ambientais, especialmente estrutura da vegetação. Estudos devem ser agendados para tratar do assunto em escalas espaciais mais amplas.

  3. Estrutura, diversidade e distribuição espacial da vegetação arbórea na Floresta Ombrófila Mista em Sistema Faxinal, Rebouças (PR / Structure, diversity and spatial distribution of trees in the Araucaria Forest in Faxinal System, Rebouças (PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Farinha Watzlawick

    2011-12-01

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo analisar a estrutura, diversidade e distribuição espacial das espécies arbóreas presentes em uma área de Floresta Ombrófila Mista em Sistema Faxinal no município de Rebouças (PR. O levantamento foi realizado no Faxinal do Salto onde foi instalada uma unidade amostral de 1 ha, a qual foi subdividida em 100 subparcelas de 100 m² cada. Foram mensurados no total 558 indivíduos com DAP≥10 cm, pertencentes a 27 espécies arbóreas, distribuídas em 21 gêneros e 17 famílias botânicas. As famílias que apresentaram maior riqueza de espécies foram Myrtaceae e Salicaceae. O índice de diversidade de Shannon-Wiener (H’ foi de 2,25 nat.ind-1, indicando baixa diversidade florística. O mesmo ocorre para o índice de Equabilidade de Pielou que resultou em um valor relativamente baixo (J=0,68.Cinnamodendron dinisii e Curitiba prismatica foram às espécies que mais se destacaram na comunidade com 28,5% e 11,9%, respectivamente, do valor de importância. A análise da estrutura diamétrica da floresta seguiu o padrão das florestas inequiâneas, ou seja, apresentou distribuição exponencial na forma de “J” invertido. O Índice de Payandeh mostrou que a maioria das espécies (51,9% apresentaram comportamento não agregado. Verificou-se ainda que as práticas realizadas no Sistema Faxinal, como a agricultura de subsistência, o extrativismo e principalmente a pecuária em criadouros comunitários, causam a descaracterização da vegetação natural.AbstractThe aim of this study was to analyze the structure, diversity and spatial distribution of tree species present in the Araucarian Forest in Faxinal System in Rebouças city (PR. The survey was conducted in Faxinal do Salto, where it was installed a sampling unit of 1 ha, which was subdivided into 100 subplots of 100 m² each. It was measured 558 individual trees with DBH ≥ 10 cm, belonging to 27 tree species distributed among 21 genders and 17 families

  4. Dinâmica de plantas daninhas em consórcio de sorgo e três forrageiras em um sistema de integração lavoura-pecuária-floresta

    OpenAIRE

    Mota, V.A; Tuffi Santos, L.D; Santos Junior, A; Machado, V.D; Sampaio, R.A; Oliveira, F.L.R

    2010-01-01

    Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o consórcio de forrageiras e sorgo, cultivado na presença ou na ausência do herbicida atrazine, sobre a dinâmica de plantas daninhas e a produção de sorgo e das forrageiras em um sistema agroflorestal. O experimento foi disposto em delineamento com blocos casualizados, com três espécies de forrageiras (Brachiaria brizantha cv. Xaraés; Andropogon gayanus e Panicum maximum cv. Tanzânia) consorciadas com sorgo manejado na presença e na ausência da apl...

  5. Carbon content in Amazonian Oxisols after forest conversion to pasture Variação do conteúdo de carbono orgânico em Latossolo da Amazônia após substituição da floresta por pastagens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário Lopes da Silva Júnior

    2009-12-01

    Full Text Available Soil plays an important role in the C cycle, and substitution of tropical forest by cultivated land affects C dynamic and stock. This study was developed in an area of expansion of human settlement in the Eastern Amazon, in Itupiranga, State of Pará, to evaluate the effects of native forest conversion to Brachiaria brizantha pasture on C contents of a dystrophic Oxisol. Soil samples were collected in areas of native forest (NF, of 8 to 10 year old secondary forest (SF, 1 to 2 year old SF (P1-2, 5 to 7 year old SF (P5-7, and of 10 to 12 year old SF (P10-12, and from under pastures, in the layers 0-2, 2-5 and 5-10 cm, to evaluate C levels and stocks and carry out separation of OM based on particle size. After deforestation, soil density increased to a depth of 5 cm, with greater increase in older pastures. Variation in C levels was greatest in the top soil layer; C contents increased with increasing pasture age. In the layers 2-5 and 5-10 cm, C content proved to be stable for the types of plant cover evaluated. Highest C concentrations were found in the silt fraction; however, C contents were highest in the clay fraction, independent of the plant cover. An increase in C associated with the sand fraction in the form of little decomposed organic residues was observed in pastures, confirming greater sensitivity of this fraction to change in soil use.O solo desempenha importante papel no ciclo do C, porém a substituição da floresta tropical por áreas cultivadas altera a dinâmica e o estoque desse elemento. Em uma frente pioneira de colonização no município de Itupiranga (PA, na Amazônia Oriental, foi desenvolvido este estudo com o objetivo de avaliar as consequências da substituição de floresta nativa por pastagens de Brachiaria brizantha no conteúdo de C de um Latossolo Amarelo distrófico. As amostras de solo foram coletadas em área de floresta nativa (FN, floresta secundária de 8-10 anos (FS, pastagens de 1-2 anos (P1-2, de 5-7 anos

  6. Abundância e riqueza de espécies de Syrphidae (Diptera em áreas de borda e interior de floresta no Parque Estadual de Vila Velha, Ponta Grossa, Paraná, Brasil Abundance and species richness of Syrphidae (Diptera in the interior and edges of forest in the State Park of Vila Velha, Ponta Grossa, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Marinoni

    2004-12-01

    Full Text Available Com o objetivo de caracterizar a fauna local de insetos foram obtidas amostras semanais, de setembro/1999 a agosto/2000, utilizando-se armadilhas Malaise instaladas na borda da floresta e no seu interior. Uma análise temporal foi realizada com as espécies de Syrphidae coletadas há, aproximadamente, dezessete anos no mesmo local, dentro da floresta. A abundância e a riqueza de espécies também foram avaliadas. Tanto a riqueza quanto a abundância foram maiores na borda da floresta. Comparando-se os dados atuais com aqueles obtidos em 1986/1987, observa-se um decréscimo na abundância e também na riqueza de espécies de Syrphidae. A espécie mais abundante na borda foi Allograpta neotropica Curran, 1936 e no interior (1999/2000, Ocyptamus sativus (Curran, 1941. Os espécimens de Toxomerus Macquart, 1855 foram os mais abundantes na armadilha localizada na borda da floresta e os de Ocyptamus Macquart, 1834 no interior. Noventa e cinco espécies foram identificadas em 22 gêneros. Ocyptamus foi o gênero com maior riqueza de espécies (23. Na seqüência estão Copestylum Macquart, 1846 (15, Toxomerus (15 e Microdon Meigen, 1803 (10. Sete espécies foram comuns aos três levantamentos: Allograpta neotropica; Copestylum selectum (Curran, 1939; Leucopodella gracilis (Williston, 1891; Mixogaster polistes Hull, 1954; Ocyptamus funebris Macquart, 1834; Toxomerus procrastinatus Metz, 2001 e Toxomerus tibicen (Wiedemann, 1830. Três novas espécies de Microdon, uma de Toxomerus, uma de Aristosyrphus Curran, 1941 e uma de Myolepta Newman, 1838 foram identificadas.To characterize the local insect fauna, samples were obtained weekly from September/1999 to August/2000 through Malaise traps installed at the edge and inside the forest. A temporal analysis of Syrphidae species collected approximately 17 years ago at the same local, inside the forest, was made. Also, the abundance and species richness between the areas were analyzed. The syrphids were more

  7. Diversidade de borboletas (Lepidoptera, Papilionoidea e Hesperioidea em fragmentos de Floresta Estacional Decidual em Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil Diversity of butterflies (Lepidoptera, Papilionoidea e Hesperioidea in fragments of decidual seasonal forest in Santa Maria, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica B. Dessuy

    2007-03-01

    Full Text Available Foram realizadas seis saídas a campo bimestrais, entre julho de 2004 e julho de 2005, em três fragmentos de Floresta Estacional Decidual de Santa Maria, Rio Grande do Sul: Morro do Elefante (E, Morro do Lar Metodista (M e Morro Cerrito (C. Em 135 horas de amostragem, foram registradas 1594 borboletas, distribuídas em 145 espécies. Destas, 59% pertencem a família Nymphalidae, 19% Hesperiidae, 10% Papilionidae, 7% Pieridae e 5% Lycaenidae. Foram registradas nove espécies de borboletas ainda não publicadas para o Estado. M apresentou maior riqueza e abundância de espécies. A menor riqueza foi observada em E e a menor abundância em C. Os índices de diversidade de Shannon-Wiener e de Margalef tiveram a mesma ordenação entre os locais, sendo maiores em M, local mais heterogêneo e perturbado, e menores em E. Os índices de dominância de Simpson e de Berger-Parker, por sua vez, foram mais representativos em E, com o maior número de espécies abundantes, e menos em C. Apenas 30% das espécies foram comuns aos três locais. Cerca da metade do total de espécies registradas foram exclusivas de um dos locais. A maior similaridade (Índices de Morisita e de Jaccard foi observada entre M e E, e a menor entre E e C.Six field trips were carried bimonthly, between July 2004 and July 2005, in three fragments of Decidual Seasonal Forest of Santa Maria, Rio Grande do Sul State: Morro do Elefante (E, Morro do Lar Metodista (M and Morro Cerrito (C. After 135 sampling hours, 1594 butterflies of 145 species were registered. Among these, 59% are Nymphalidae, 19% Hesperiidae, 10% Papilionidae, 7% Pieridae and 5% Lycaenidae. Nine species were new registers for Rio Grande do Sul State. M had the highest richness and abundance of species. The lowest richness was observed in E and the lowest abundance in C. Shannon-Wiener and Margalef diversity indexes had the same ordination among localities, being higher in M, more heterogeneous and disturbed, and lower in

  8. AVALIAÇÃO DE MÉTODOS DE SELEÇÃO DE COMPETIDORES EM NÍVEL DE ÁRVORE INDIVIDUAL EM UMA FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liniker Fernandes da Silva

    2015-12-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo avaliar a seleção de árvores competidoras com base em uma parcela circular com raio de 6 m e diâmetro das árvores superior ou igual a 5 cm, no uso do fator de área basal igual a 1, de acordo com o método de Bitterlich, e na disputa por espaço e luz observados em campo. Para isso, fez-se a seleção dos fustes competidores ao redor de 24 árvores objeto, escolhidas em função de sua importância, no que concerne ao estoque de carbono e ao valor de seus produtos madeireiros e não madeireiros. Após as análises, observou-se, pelo teste L&O, que ambos os métodos avaliados apresentaram baixa correlação em uma classe de diâmetro. Isso indica que a seleção dos competidores precisa ser mais estudada.

  9. Fauna de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae em fragmentos de floresta ao redor de conjuntos habitacionais na cidade de Manaus, Amazonas, Brasil. I. Estratificação Vertical Sand flies fauna (Diptera: Psychodidae in forest fragments around housing complexes in the Manaus municipality, state of Amazonas, Brazil. I. Vertical Stratification

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlisson Augusto Costa Feitosa

    2006-12-01

    Full Text Available No período de janeiro a agosto de 1999 foram realizadas coletas de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae em duas áreas de floresta residual (Estrada do Turismo e Cidade de Deus, na periferia da cidade de Manaus (AM, tendo o objetivo de verificar as espécies e a estratificação vertical. Foram utilizadas armadilhas luminosas tipo CDC, colocadas nos fragmentos de florestas a um e dez metros de altura. Foram capturados 7.516 flebotomíneos distribuídos em 45 espécies; 4.836 espécimes, de 36 espécies, na estrada de Turismo e 2.680 exemplares, de 40 espécies, na Cidade de Deus. Predominaram na Estrada do Turismo Lutzomyia umbratilis e L. ubiquitalis e na Cidade de Deus, L. umbratilis e L. anduzei. A presença de algumas espécies, apenas em certas áreas, indica a adaptabilidade destes flebotomíneos em áreas sobre ação antrópica.Between January and August of 1999, a study was carried out on the phlebotomine (Diptera: Psychodidae sand flies occurrence in two areas of residual forest (Estrada do Turismo and Cidade de Deus, in the periphery of Manaus, AM. The objective of this study was to verify the Phlebotominae sand fly fauna and vertical stratification. CDC light traps were placed in the forests, one to ten meters in height. A total of 7.516 sand flies, distributed in 45 species, were captured: 4.836 specimens of 36 species in the Estrada do Turismo and 2.680 individuals of 40 species in the Cidade de Deus.Predominant in the Estrada do Turismo were the species Lutzomyia umbratilis and L. ubiquitalis were as L. umbratilis and L. anduzei prevailed in the Cidade de Deus. Different Phlebotominae sand fly species in certain areas, showed an adaptation of these sand flies to areas of human activity.

  10. Espécies raras e comuns de Myrtaceae da Floresta Estacional Decidual de Santa Catarina, Brasil

    OpenAIRE

    Fontana,Cláudia; Gasper,André Luís de; Sevegnani,Lúcia

    2014-01-01

    Objetivou-se avaliar as espécies arbóreas raras e comuns da família Myrtaceae amostradas pelo Inventário Florístico Florestal de Santa Catarina na Floresta Estacional Decidual. Esta floresta ocorre ao longo do rio Uruguai e afluentes, sob baixas temperaturas no inverno e chuvas bem distribuídas ao longo do ano, com árvores do dossel e emergentes predominantemente caducifólias. Coletaram-se dados em 78 unidades amostrais com 0,40 ha cada, registrando-se árvores com diâmetro na altura do peito ...

  11. Dispersal of seeds of Hymenaea courbaril (Fabaceae in a logged rain forest in the Peruvian Amazonian Dispersão de sementes de Hymenaea courbaril (Fabaceae em uma floresta tropical úmida com exploração madeireira na Amazônia peruana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David L. Gorchov

    2004-01-01

    Full Text Available Seed dispersal of Hymenaea courbaril was studied by following the fate of 585 seeds embedded with small magnets and set in displays in and near a logged strip in rain forest in the Peruvian Amazonian. Mammals took fruits from all displays, which were located in the forest, edge, and cleared strip. Overall removal rates were low - a median of 8.1 fruits / month from displays maintained with 8-10 fruits - but were higher in August than in earlier months. Most fruits were dropped near the display or had their seeds eaten, but > 13% were successfully dispersed. Most of the dispersed seeds were buried, which increases probability of germination. Maximum dispersal distance of live seeds was 12.1 m (median 3.1 m, but other magnets were transported up to 34 m, indicating seeds were dispersed further, but then eaten. Acouchies (most likely Myoprocta pratti and agoutis (Dasyprocta fuliginosa were apparently the main dispersal agents. Dispersal of seeds from the forest into the logged strip was rare, suggesting that although rodents disperse H. courbaril, they cannot be relied on for the reseeding this and similar species in recent clearings.Foi estudada a dispersão de sementes de Hymenaea courbaril, seguindo o destino de 585 sementes marcadas com imãs e expostas a potenciais dispersores, colocadas em agregados no interior e próximo de uma faixa de floresta cortada, na Amazónia peruana. Mamíferos retiraram frutos de todos os agregados, localizados no interior da floresta, na sua borda, e na clareira. As taxas de remoção foram baixas - mediana de 8.1 frutos/mês em agregados mantidos com 8-10 frutos - mas foram mais altas em agosto que nos primeiros meses do ano. A maior parte dos frutos foi abandonada próxima do agregado de origem ou as suas sementes foram consumidas, mas > 13% foram dispersos com sucesso. A maior parte das sementes dispersas foi enterrada, o que favorece a germinação. A distância máxima de dispersão de sementes vivas foi de

  12. Fitossociologia de fragmentos de Floresta Estacional Decidual no Estado de Santa Catarina - Brasil.

    OpenAIRE

    SCHORN, L. A.; MEYER, L.; SEVEGNANI; VIBRANS, A. C.; VANESSA, D.; GASPER, L. A. L. de.; UHLMANN, A.; VERDI, M.; STIVAL-SANTOS, A.

    2015-01-01

    O estudo objetivou avaliar a fitossociologia da Floresta Estacional Decidual no Estado de Santa Catarina, em seus componentes arbóreo/arbustivo e regeneração natural, bem como comparar estes quanto à composição florística e inferir sobre o estádio de conservação dos remanescentes. Foram usados dados de 78 unidades amostrais levantadas no Inventário Florístico Florestal do Estado de Santa Catarina. Em cada unidade amostral foram amostrados os componentes arbóreo/arbustivo (DAP ≥ 10 cm) em 4000...

  13. Ocupações ilegais em unidades de conservação na Amazônia: o caso da Floresta Nacional do Bom Futuro no Estado de Rondônia/Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gean Costa

    2015-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é identificar as flexibilidades institucionais a partir da incoerência entre o uso planejado e o uso efetivo na unidade de conservação (UC da Floresta Nacional (FLONA do Bom Futuro, localizada no município de Porto Velho, Rondônia, Amazônia, Brasil. A metodologia adotada consistiu no levantamento dos instrumentos normativos (Leis e Decretos que regem a UC, bem como aquisição de imagens de satélite Landsat-05 e Landsat-08 dos anos 1988, 1997, 2006 e 2014. A flexibilidade institucional identificada na FLONA do Bom Futuro foi motivada por fatores relacionados com as ocupações irregulares, desmatamento e redução dos limites como resultado do problema de antropização, demonstrando ausência de gestão e comprometimento da área a partir dos novos usos impostos.

  14. Diferentes critérios de inclusão amostral e suas interpretações: estudo de caso em floresta estacional decidual Different sizes of the smallest individual sampled and their interpretations: case study in the seasonally dry forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walnir Gomes Ferreira-Júnior

    2012-12-01

    Full Text Available As florestas estacionais deciduais (FEDs, amplamente distribuídas no Brasil, são formações sujeitas a diferentes métodos de inventários. Consequentemente, os dados gerados podem afetar a comparação com outras formações vegetais. Este estudo apresenta e discute alterações proporcionadas pela amostragem da vegetação utilizando circunferência ao nível do solo (CNS ≥ 10 cm e circunferência à altura do peito (CAP ≥ 15 cm, em fragmentos de FED. O uso de diferentes critérios proporciona uma visão ambígua de um mesmo fragmento florestal, manifestada pelas diferenças em sua estrutura horizontal e riqueza de espécies. The dry forests, widely distributed in Brazil, are formations subject to different sampling method. Consequently, the data generated may affect the comparison among other vegetation formations. Therefore, this study presents and discusses changes caused by sampling vegetation using circumference at soil height (CSH ≥ 10 cm and circumference at breast height (CBH ≥ 15 cm. Different criteria provide an ambiguous vision of a same forest fragment, resulting in different structure and species richness.

  15. Florística, estrutura e distribuição espacial em fragmento de Floresta Ombrófila Mista em São Francisco de Paula (RS / Floristic, structure and spacial distribution in an Araucaria Forest fragment in São Francisco de Paula (RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Farinha Watzlawick

    2013-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo avaliar a composição florística, a estrutura horizontal e vertical, bem como os padrões de distribuição espacial do componente arbóreo em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista situada na FLONA de São Francisco de Paula, RS, Brasil. Para o levantamento florístico, análise fitossociológica e distribuição espacial foram utilizadas dez unidades amostrais permanentes de 1 ha (100m x 100m, das quais todos os indivíduos com DAP ≥ 9,5cm foram medidos. O processamento e a análise dos dados foram realizados com o software SADEF. Foram encontradas 803 árvores por hectare, distribuídas em 107 espécies e 41 famílias botânicas, destacando-se com maior frequência as famílias Myrtaceae, Lauraceae, Araucaraceae, Aquifoliaceae, Euphorbiaceae e Sapindaceae. A espécie dominante foi a Araucaria angustifolia, que também apresentou o maior valor de importância (49,80%, seguida por Ilex brevicuspis (14,62%, Blepharocalyx salicifolius (14,32%, Cryptocarya aschersoiana (10,01%,Casearia decandra (9,72% e Sebastiania commersoniana (9,25%. A vegetação arbórea apresentou índice de diversidade de Shannon Weaver estimado em 3,71. O diagrama h-M demonstrou a existência de três estratos arbóreos, sendo o estrato superior formado por 56 espécies, com 147,8 (18,27% árvores por hectare; o estrato médio com 634,3 (78,41% árvores por hectare, distribuídas em 105 espécies e o estrato inferior composto por 21,6 (3,32% árvores por hectare, divididas em 39 espécies. As espécies dominantes nos estratos superior, médio e inferior foram a Araucaria angustifolia, Casearia decandra e a Dicksonia sellowiana, respectivamente. O padrão espacial foi o agrupado para 79,44% das espécies e o aleatório para 20,56% das espécies. A área estudada apresentou alta riqueza florística, comuniformidade média em que poucas espécies são as predominantes na comunidade, caracterizada principalmente pela ocorrência de

  16. Produção e predação de frutos em Aniba rosaeodora Ducke var. amazonica Ducke (Lauraceae em sistema de plantio sob floresta de terra firme na Amazônia Central Harvesting and fruit predation of a Aniba rosaeodora Ducke var. amazonica Ducke (Lauraceae ex situ tree population in a central Amazonian upland forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wilson Roberto Spironello

    2004-12-01

    Full Text Available O pau-rosa (Aniba rosaeodora vem sendo usado desde o século passado para extração de linalol, produto usado como fixador de perfumes. Por causa do extrativismo houve redução drástica em suas populações naturais. Somando a este fato, esta espécie possui padrão irregular de frutificação e, quando frutifica, os seus frutos são consumidos por animais. Estes aspectos foram estudados utilizando uma população de plantio sob sombra parcial de floresta primária. A produtividade das árvores variou de 40 a 1.600 frutos (n = 21 árvores. No geral, cerca de 42,5% foram removidos por frugívoros (6.770 frutos, n = 10 árvores. Dos frutos não removidos, 0,5% foram predados por vertebrados, 81,5% continham larvas de insetos, variando de 36-96% entre indivíduos. Uma espécie de Coleoptera ataca os frutos em estádio imaturo, enquanto outra (Heilipus sp. e uma espécie de Lepidoptera atacam os frutos em estádio final de desenvolvimento. Os resultados projetam perda de 59,5% dos frutos (54,5% por insetos passíveis de coleta. Considerando a importância econômica do pau-rosa faz-se necessário aumentar a disponibilidade de sementes para planos de manejo da espécie. Para se atingir tais objetivos são necessárias algumas medidas: 1 coleta prematura de frutos para maturação em laboratório; 2 utilização de métodos de controle de insetos adultos (em plantios e larvas (em frutos atacados; e 3 estudos de seleção genética para identificar plantas com maior resistência natural a pragas e doenças.The rosewood tree (Aniba rosaeodora has been exploited for linalol, a product used as a fixative by the perfume industry. As a result, its population has decreased to the point that it is at risk of extinction in some Amazonian areas. In addition, the species has an irregular phenological pattern and its fruits are a food source for animals. This study focused on the use an ex situ population planted under partial forest shade. The fruit set

  17. Biomassa e estoque de carbono e nutrientes em florestas montanas da mata atlântica na região norte do estado do Rio de Janeiro Biomass, carbon and nutrient pools in montane atlantic forests in the north of Rio de Janeiro state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucio de Mello Cunha

    2009-10-01

    Full Text Available Os estudos sobre balanço de C e nutrientes em florestas naturais permitem avaliar possíveis alterações decorrentes de técnicas de manejo aplicadas e possibilitam inferir a sustentabilidade dessas florestas. Os objetivos deste trabalho foram avaliar o teor de nutrientes de espécies nativas e quantificar a biomassa (parte aérea + serapilheira e os estoques de C e nutrientes em fragmentos florestais montanos da Mata Atlântica (Floresta Ombrófila Densa Montana na região norte do Estado do Rio de Janeiro, no período de maio de 1999 a abril de 2001. Foram selecionados dois fragmentos, localizados a 900 e 600 m de altitude, na vertente atlântica do Parque Estadual do Desengano, RJ. O solo de ambos os fragmentos florestais foi classificado como Cambissolo Háplico Tb distrófico. O valor médio de biomassa (parte aérea + serapilheira foi de 166,8 Mg ha-1. Em consequência, a acumulação média de C na vegetação foi de 67, 2 Mg ha-1. Os estoques médios de N, P, K, Ca e Mg na vegetação foram de 1.152, 44,4, 276,5, 603,5 e 127,9 kg ha-1, respectivamente. Por outro lado, as espécies revelaram distinta capacidade de estoque de nutrientes. O balanço negativo de P, K e Ca {solo - (parte aérea + serapilheira} indica que esses elementos constituem principais fatores nutricionais limitantes ao crescimento dos fragmentos florestais montanos da Mata Atlântica na região norte-fluminense.Nutrient balance in tropical forest allows an evaluation of eventual differences due to management practices and conclusions on forest sustainability. The aim of this study was to evaluate the nutrient concentration in native species and quantify biomass production and C and nutrient balance in tropical montane Atlantic Forest fragments (Dense Montane Ombrophile Forest in the North of Rio de Janeiro State, from May 1999 to April 2001. Two sites were selected in the State Park of Desengano, at 900 and 600 m asl. The soil of both forest fragments was classified

  18. Espectro e distribuição vertical das estratégias de dispersão de diásporos do componente arbóreo em uma floresta estacional no sul do Brasil Spectrum and vertical distribution of diaspore dispersal modes in a seasonal forest in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Luís Hettwer Giehl

    2007-03-01

    Full Text Available A dispersão de diásporos é um evento de elevada importância para as espécies vegetais, que dispõem de diversas estratégias para este fim. O presente estudo teve por objetivos conhecer e caracterizar o espectro das diferentes estratégias de dispersão do componente arbóreo em uma floresta estacional de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil (próximo às coordenadas 53º54'W e 29º38'S e, a partir desses dados, investigar sua relação com os estratos verticais da floresta. Foram amostrados todos os indivíduos com perímetro à altura do peito > 15 cm, em 100 unidades amostrais de 10×10 m. A caracterização das estratégias de dispersão foi realizada por meio de observações a campo de frutos e potenciais dispersores, e consulta à bibliografia especializada. Foram amostradas 58 espécies pertencentes a 26 famílias botânicas. Dessas espécies, 74% apresentaram estratégia de dispersão zoocórica; 24%, estratégia de dispersão anemocórica e apenas Gymnanthes concolor Spreng. apresentou a estratégia autocórica. Analisando-se a proporção das estratégias de dispersão por meio da densidade relativa, verificou-se que 80% dos indivíduos são zoocóricos, 12% anemocóricos e 8% autocóricos. Para a floresta analisada foram encontradas diferenças significativas nos padrões de distribuição vertical das espécies agrupadas de acordo com a estratégia de dispersão. A zoocoria ocorreu em espécies de todos os estratos, enquanto a autocoria ficou limitada ao sub-bosque. Já a anemocoria foi mais importante entre as espécies com indivíduos emergentes.Diaspore dispersal is presumed to have great fitness for plants, which could be enhanced by different dispersal modes. Our aim was to generate a dispersal spectrum and to seek for analyze relative ecological importance of tree-species dispersal modes in a seasonal forest in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil (approximately 53º54'W and 29º38'S and, with these data, to

  19. Regeneração de Psychotria suterella Müll. Arg. (Rubiaceae em uma paisagem fragmentada de Floresta Atlântica no Sudeste do Brasil. Regeneration of Psychotria suterella Müll. Arg. (Rubiaceae in a fragmented landscape of the Atlantic Forest in southeastern Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Fessel BERTANI

    2013-12-01

    Full Text Available A fragmentação de florestas pode afetar processos demográficos relacionados à regeneração de populações de plantas. O objetivo desse estudo foi verificar se a regeneração de populações de Psychotria suterella, espécie arbustiva comum de sub-bosque na área de estudo, difere entre ambientes de floresta contínua e fragmentos de Mata Atlântica. A coleta de dados foi realizada na Reserva Florestal do Morro Grande e fragmentos adjacentes nos municípios de Cotia e Ibiúna, SP. Foram amostradas, em parcelas de 0,5 ha, nove populações em três áreas de floresta contínua, três fragmentos conectados e três fragmentos isolados, totalizando 4,5 ha. A densidade de indivíduos e de jovens foi significativamente diferente entre as áreas, independente do grau de isolamento. A densidade de indivíduos jovens foi menor nos fragmentos isolados. A proporção de indivíduos jovens aumentou em áreas com maior intensidade de luz e diminuiu com o aumento do tamanho dos fragmentos. Não houve diferenças nas taxas de germinação entre as populações de mata contínua e dos fragmentos isolados. As variações encontradas na densidade de plântulas não estão relacionadas ao potencial germinativo das sementes. A diminuição de habitat e aumento da disponibilidade de luz estiveram relacionados com a maior proporção de jovens nas populações, o que pode ter efeito futuro na viabilidade destas populações, pela baixa disponibilidade de indivíduos reprodutivos. Esses fatores provavelmente atuam de maneira indireta na estrutura populacional. The forest fragmentation can affect demographic processes related to the regeneration of plant populations. The aim of this study was to determine whether the regeneration of Psychotria suterella populations, common understory species in the study area, differs between environments of continuous forest and fragments. Data collection was carried out in the Morro Grande Forest Reserve and adjacent fragments

  20. Maturação e morfometria dos frutos de miconia Albicans (Swartz triana (melastomataceae em um remanescente de floresta estacional semidecídua montana em Lavras, MG Maturation and morphometrics of the fruits of Miconia albicans (Swartz triana (melastomataceae in a remnant of montane seasonal semideciduous forest in Lavras, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio de Almeida Vieira

    2009-12-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram analisar a dinâmica da maturação dos frutos e avaliar quantitativamente algumas características físicas dos frutos de Miconia albicans (Swartz Triana em um remanescente de Floresta Estacional Semidecídua Montana. A atividade, intensidade e sincronia de 20 indivíduos foram analisadas em relação aos eventos de frutificação, correlacionando-os com as variáveis climáticas. Analisou-se a morfometria (comprimento, largura e massa de 130 frutos de 10 indivíduos. A intensidade da fenofase de frutos maduros nas plantas correlacionou-se significativamente com a precipitação média do período (rS = 0,611; P The aim of this study was to examine the dynamics of fruit maturation and quantitatively assess some physical characteristics of the fruits of Miconia albicans (Swartz Triana in a remnant of Montane Seasonal Semideciduous Forest. The activity and synchrony of 20 individuals were analyzed in regard to the proportion of fruiting events, and to help to determine their correlation to abiotic factors. Morphometric traits (fruit length, diameter and mass of 130 fruits from ten individuals were analyzed. The number of fruits maturing showed a significant correlation with the mean precipitation (rS = 0.611; P < 0.05. M. albicans presented a high number of small seeds per fruit ( = 28.05 ± 1.45 s.d.. The fresh mass of the fruit was approximately equal to the pulp mass (rS = 0.988; P < 0.05. Thepulp contributed with 94% of the total mass, demonstrating the potential importance of this species for frugivores. The results indicate the period of high intrapopulation synchrony of the studied phenophases, which can be a useful guide in the collection of seeds for germoplasm banks and recovery of degraded areas.

  1. Florística de lianas em um fragmento de floresta estacional semidecidual, Parque Estadual de Vassununga, Santa Rita do Passa Quatro, SP, Brasil Floristic of lianas in a fragment of seasonal semidecidual forest State Park of Vassununga, Santa Rita do Passa Quatro, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yara Junqueira de Azevedo Tibiriçá

    2006-06-01

    Full Text Available Embora o conhecimento sobre a florística dos fragmentos de florestas estacionais semideciduais tenha crescido nos últimos anos, ainda sabe-se pouco sobre a comunidade de lianas (lenhosas ou herbáceas nesses fragmentos. Assim, foi realizado o levantamento florístico de lianas na gleba Maravilha, pertencente ao Parque Estadual de Vassununga (Santa Rita do Passa Quatro, SP, a fim de colaborar com o conhecimento dessa comunidade e subsidiar futuros trabalhos que envolvam essa forma de vida. A área de estudo compreende 127,08 ha, com inverno seco e temperatura média anual de 22 ºC. Para a coleta do material, percorreu-se mensalmente toda a borda do fragmento e três trilhas no interior da mata, de agosto/2002 a setembro/2003. Foram identificadas 120 espécies de lianas, pertencentes a 30 famílias e 71 gêneros, das quais 51% das espécies são volúveis, 42% apresentam gavinhas e apenas 7% são escandentes. As famílias mais representativas em número de espécies foram: Bignoniaceae (26, Malpighiaceae (14, Sapindaceae (12 e Asteraceae (9. Houve baixa similaridade florística entre as espécies de lianas presentes na gleba Maravilha em relação a outras áreas de florestas estacionais semideciduais do interior paulista.Although the knowledge about the floristic composition of the fragments of seasonal semidecidual forest had grown in the last few years, little is known about the liana communities (woody vines and herbaceous vines in those fragments. To collaborate with the knowledgement of the lianas and subsidize future works involving this life form, a floristic survey of the liana species occurring at the fragment Maravilha of the State Park of Vassununga (Santa Rita do Passa Quatro - SP was carried out. The study area comprised 127.08ha, with average temperature of 22 ºC. The whole border of the forest fragment and three tracks inside the forest were surveyed monthly between August 2002 and September 2003. One hundred and twenty species

  2. Estrutura da vegetação em florestas de mangue do estuário do rio Paraíba do Sul, Estado do Rio de Janeiro, Brasil Vegetation structure of the mangrove forest at the estuary Paraíba do Sul river, Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Bernini

    2004-09-01

    Full Text Available A estrutura da vegetação do manguezal do estuário do rio Paraíba do Sul foi analisada pelo método de parcelas, que foram distribuídas na franja e no interior da floresta em dois sítios de estudo. No geral, considerando-se os indivíduos > 1m alt., a altura média variou de 6,3 a 9,9m, o DAP médio de 7,44 a 13,4cm, a área basal média de 14,5 a 35,3m².ha-1 e a densidade média de 1.920 a 3.400 troncos.ha-1. Estes parâmetros estruturais não diferiram, significativamente, entre a franja e o interior da floresta, mas a contribuição de cada espécie variou entre as distintas zonas. Avicennia germinans (L. Stearn. foi a espécie dominante em área basal de indivíduos vivos (60%, seguida de Rhizophora mangle L. (25% e de Laguncularia racemosa (L. Gaertn. (15%. Os resultados obtidos demonstraram que a área de manguezal analisada apresenta melhor desenvolvimento estrutural quando comparada a outros manguezais do litoral fluminense, tais como os encontrados nas Baías de Guanabara e Sepetiba.A structural analysis of the mangrove forest at the Paraíba do Sul river estuary was performed using the stand method. The stands were demarcated in two points both at the forest edge and interior. The results indicate that average height varied from 6.3 to 9.9m; DBH varied from 7.44 to 13.4cm; average basal area varied from 14.5 to 35.3m².ha-1, and average density varied from 1,920 to 3,400 trunks.ha-1 (trees > 1m height. These structural parameters did not differ between the edge and the interior, but the contribution of each species varied between the zones. Avicennia germinans (L. Stearn. was the dominant species (60%, followed by Rhizophora mangle L. (25%, and Laguncularia racemosa (L. Gaertn. (15%. These results demonstrate that the mangroves forest at the Paraíba do Sul estuary has a better structural development than other mangrove sites found in the Rio de Janeiro State (e.g., those mangrove forests located at the Sepetiba and Guanabara

  3. Regeneração de espécies arbóreas sob a influência de Merostachys multiramea Hack. (Poaceae em uma floresta subtropical Regeneration of tree species influenced by Merostachys multiramea Hack. (Poaceae in a subtropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Cyrino dos Santos

    2012-03-01

    Full Text Available A ocorrência de bambúseas é comum em muitas fisionomias florestais, sendo que a elevada abundância destas espécies pode interagir com a regeneração de espécies arbóreas. Foi avaliada a regeneração de espécies arbóreas e de Merostachys multiramea Hack. em uma área de transição entre Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional no Sul do Brasil e comparada a estrutura de regeneração da área entre dois e quatro anos após floração, frutificação e morte de M. multiramea. Foram alocadas 25 unidades amostrais de 100 m² dispostas de forma aleatória, onde foram amostrados todos os colmos vivos de M. multiramea e indivíduos regenerantes de espécies arbóreas > 30 cm de altura e com perímetro à altura do peito The occurrence of bamboo species is common in several forest physiognomies, and the high abundance of these species may affect the regeneration of other ones. We evaluated both tree species and Merostachys multiramea Hack. recruitment in a transition area between mixed Araucaria rain forest and seasonal semideciduous forests in southern Brazil. We compared the regeneration structure of the areas evaluated two and four years after flowering, fruiting and death of M. multiramea. We randomly distributed 25 100 m² sampling units, and surveyed all living culms of M. multiramea and tree saplings. We sampled 4,372 living bamboos and 2,918 tree saplings, belonging to 32 plant families and 75 species. Most species were classified as zoochorous and canopy light-demanding. On the other hand, plant abundance revealed a greater contribution of autochorous, understory and shade-tolerant trees. M. multiramea density was higher over the four years after the reproductive event (p<0.05, with taller culms (p<0.01, but with the same mean number of culms (p=0.46. A NPMANOVA revealed significant differences in composition and abundance between surveys, with higher similarity among samplings two years after the reproductive event of M

  4. Urihi A: A Terra-Floresta Yanomami

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James R. Welch

    2010-08-01

    Full Text Available Review of Urihi A: A Terra-Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85 85994‐72‐3.

  5. Estrutura de espécies arbóreas sob efeito de borda em um fragmento de floresta estacional semidecidual em Pernambuco Edge effect on the structure of tree species in a seasonal forest fragment in Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alan Caue de Holanda

    2010-02-01

    Full Text Available Os fragmentos florestais são considerados os únicos redutos detentores de biodiversidade do planeta. Conhecer os processos que decorrem após a fragmentação, a exemplo da estrutura arbórea ocorrente na borda, é de fundamental importância para se proporem medidas conservacionistas. Os objetivos deste trabalho, desenvolvido em uma área de 83,8 ha, localizada no Município de Nazaré da Mata, PE, foram efetuar o levantamento fitossociológico de espécies arbóreas adultas sob efeito de borda e verificar a similaridade florística entre as parcelas. A área amostral foi de 10.000 m², equivalentes à implantação de 10 transectos de 10 x 100 m perpendiculares à borda, distribuídos de forma sistemática. Foram amostrados, etiquetados e identificados todos os indivíduos arbóreos com CAP e" 15 cm. Posteriormente, realizaram-se os cálculos dos parâmetros fitossociológicos e da similaridade florística. Neste estudo, amostraram-se 1.238 indivíduos, pertencentes a 72 táxons, distribuídos em 26 famílias botânicas. As espécies Campomanesia xanthocarpa, Zanthoxylum rhoifolium e Anadenanthera colubrina apresentaram o maior valor de importância, pois, teoricamente, conseguiram explorar melhor o recurso proporcionado pelo hábitat.Forest fragments are considered the last refuges for biodiversity in the planet. Knowing the processes that occur after fragmentation, such as the tree structure that occurs in the edge, is fundamental to propose conservationist measures. The objective of this work was to carry out a phytosociological survey of adult tree species under edge effect and verify the floristic similarity among the plots. The work was developed in an area of 83,8 ha located in the municipality of Nazaré da Mata - PE. The sample area comprised 10.000 m², equivalent to the implantation of 10 contiguous transects of 10 x 100 m perpendicular to the edge. All tree individuals with CAP e" 15 cm were sampled, labeled and identified

  6. Propagules removal in fragments of native forest and in reforested areas in an Araucaria Forest region of Paraná State Remoção de propágulos em fragmento de floresta nativa e reflorestamentos numa região de Floresta Ombrófila Mista do estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yves Rafael Bovolenta

    2011-06-01

    Full Text Available A question that has been discussed is the role that reforestations with exotic species in native fauna and several studies have shown that removal of propagules is lower in these environments. This study compared the removal rate of propagules (araucaria seeds, peanuts, corn from areas of native forest (FN, reforestations of Pinus taeda L. (RP, Eucalyptus saligna Sm. (RE and Araucaria angustifolia (Bertol Kuntze (RA. In FN all propagules were removed. There was no difference in the removal of araucaria seeds between FN and RA, and removal rate in both areas differ from the removal rate in the RP and RE. In RP there was high removal of peanuts, while the RE showed the lowest value of removal of the three propagules. The low removal rates in reforestation of pine and eucalyptus reflect the decreased exploitation of these habitats for wildlife, which may be related to a poorly structured understory. Uma questão que tem sido discutida é o papel das monoculturas florestais exóticas na manutenção da fauna nativa e vários estudos têm mostrado que a remoção de propágulos é menor nesses ambientes. O presente trabalho comparou a taxa de remoção de propágulos (pinhão, amendoim, milho entre áreas de Floresta Nativa (FN, Reflorestamentos de Pinus taeda L. (RP, de Eucalyptus saligna Sm. (RE e Araucaria angustifolia (Bertol Kuntze (RA. Na FN, todos os propágulos foram removidos e não houve diferença significativa na remoção de pinhão entre a FN e o RA. A remoção de propágulos nessas áreas diferiu da remoção no RP e RE. No RP, houve alta remoção de amendoim, enquanto que o RE apresentou os menores valores de remoção dos três propágulos. As baixas taxas de remoção nos reflorestamentos de pinus e eucalipto refletem a menor exploração desses habitas pela fauna, o que pode estar relacionado com um subosque pouco estruturado.

  7. Composição florística e estrutura da comunidade arbórea em uma floresta estacional decidual em afloramento calcário (Fazenda São José, São Domingos, GO, bacia do rio Paranã Floristic composition and structure of the tree community in a deciduous forest on a limestone outcrop in São Domingos, Goiás, Paranã river basin, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Álvares da Silva

    2003-06-01

    Full Text Available A bacia do rio Paranã (Goiás e Tocantins com 5.940.382ha, tem alta diversidade de fitofisionomias, incluindo a floresta estacional decidual sobre afloramento calcário, que ainda não foi estudada nesta região. Este trabalho objetivou o levantamento quantitativo da vegetação arbórea de uma floresta estacional decidual sobre afloramento calcário (13°49'34''S e 46º 41'55''W; 478m de altitude na fazenda São José, São Domingos, GO. Foram demarcadas cinco linhas a intervalos de 100m, onde foram aleatoriamente alocadas 25 parcelas permanentes de 20 × 20m (1,0 ha. Em cada parcela foram amostrados todos os indivíduos com diâmetro à altura do peito (DAP igual ou maior que 5cm, onde foram medidos o DAP e a altura, e identificadas as espécies. Foram amostrados 588 indivíduos (536 vivos e 52 mortos ainda em pé, pertencentes a 36 espécies, 31 gêneros e 21 famílias, com índice de Shannon 2,99 e Equabilidade 0,83. As principais espécies em valor de importância (VI, foram: Tabebuia impetiginosa (43,81, Aspidosperma pyrifolium (35,64, Luetzelburgia sp. (21,77, Commiphora leptophloeos (18,79, Myracrodruon urundeuva (15,79, Pseudobombax tomentosum (13,42, Combretum duarteanum (13,04, Luehea divaricata (12,24, Cabralea canjerana (11,99, Ficus pertusa (11,82, Jacaranda brasiliana (11,68 e Aspidosperma sp. (10,57 que juntas somaram 73,5% do VI total, enquanto as 24 espécies restantes somaram 26,5%. Esta floresta é similar, em termos de diversidade, a outras áreas de afloramentos na região.The Paranã river basin (States of Goiás and Tocantins, Brazil, with 5,940,382 ha, has many different plant physiognomies, including the deciduous forest on limestone outcrops which has not yet been studied in this region. In this paper we present the structure of the tree community of a deciduous forest on a limestone outcrop (13º49'34'' S; 46º 41'55'' W in São Domingos municipality, Goiás State, Brazil. Twenty-five plots of 20m × 20m (400m² were

  8. Biomassa da rebrota de copas de pau-rosa (Aniba rosaeodora Ducke em plantios sob sombra parcial em floresta primária Canopy sprouting biomass of rosewood (Aniba rosaeodora Ducke in an Amazonian terra firme forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo de Tarso Barbosa Sampaio

    2005-12-01

    Full Text Available Este estudo propõe uma nova metodologia de exploração do pau-rosa (Aniba rosaeodora Ducke em substituição ao método tradicional, predatório, de corte raso. Avaliando-se a biomassa da rebrota de copas (galhos e folhas e de cepas cortadas a 1 m de altura do solo, será possível inferir sobre o manejo de plantios visando maximizar a produção de óleo essencial desta espécie. Os plantios estão localizados na Reserva Florestal Adolph Ducke, Manaus, Brasil. Treze anos após a poda das copas e do corte das árvores a 1 m do solo, o peso seco da rebrota da copa (39,5 kg foi significativamente superior ao peso seco de galhos e folhas das árvores testemunha (23 kg e da rebrota das cepas (13,7 kg, revelando que a poda da copa estimulou maior produtividade de galhos e folhas das árvores do plantio. Como o peso do fuste representou 85,5% da média do peso total das árvores e a produtividade de óleo é diretamente proporcional á biomassa aérea, a exploração atual é predominantemente feita através do corte raso das árvores. A alta capacidade de rebrota da copa e o maior rendimento de óleo a partir de galhos e folhas em relação à madeira, no entanto, indicam que o manejo dos plantios desta espécie poderá ser feito através da poda da copa das árvores, evitando a destruição total das árvores e uma possível extinção da espécie.The aim of this study is to develop a new management technique in rosewood trees (Aniba roseodora Ducke to replace the traditional clear-cut method. The biomass of branches and leaves originated by sprouting is used to estimate oil productivity, focusing on the silvicultural management of this species. The plantation is located at the Adolpho Ducke Forest Reserve, Manaus, Brazil. The biomass of branches and leaves was quantified 13 years after the first pruning. The average dry weight of tree canopy sprouts (39.5 kg was greater than the control (23 kg. That is one indication that the canopy pruning

  9. Transpiração em espécie de grande porte na Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará Transpiration in large size species in Caxiuanã National Forest, in the State of Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael F. da Costa

    2007-04-01

    Full Text Available Durante o experimento "O Impacto da Seca Prolongada nos Fluxos de Água e Dióxido de Carbono em uma Floresta Tropical Amazônica" (ESECAFLOR realizou-se este trabalho. Trata-se de um subprojeto do Experimento de Grande escala da Biosfera-Atmosfera da Amazônia (LBA, localizado na Estação Científica Ferreira Pena, dentro da Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará (1º 42- 30-- S; 51º 31-45-- W; 62 m altitude. A região tem floresta bem preservada, com dossel médio de 35 m. As espécies predominantes em terra-firme, são: Eschweilera coriacea (Mata-matá branco, Voucapoua americana (Acapu e Protium pallidum (Breu Branco. Medidas foram realizadas entre 03 a 16 de dezembro de 2000 e 12 a 25 de janeiro de 2003, objetivando-se determinar a transpiração de dois exemplares de Eschweilera coriacea, mediante os efeitos da seca provocada. A área do ESECAFLOR compreende duas parcelas, cada uma com 1 ha, parcela A (controle e parcela B (exclusão da chuva. Para o fluxo de seiva, o método foi o Balanço de Calor no Tronco, com sistema Sap Flow meter, P4.1; entre os períodos analisados, a transpiração média registrou aumento de 56% na árvore A237 (parcela A e redução de 68% na árvore B381 (parcela B.During the "Long-term impact of drought on water and carbon dioxide fluxes in Amazonian Tropical Rainforest Experiment" (ESECAFLOR, this study was carried out, which is a subproject of Large Scale Biosphere Atmosphere Experiment in Amazônia (LBA, located in the Ferreira Penna Scientific Station (FPSS in the Caxiuanã National Forest (CNF in Pará State (1º 42- 30-- S; 51º 31-45-- W; 62 m altitude. The region has a well-preserved forest, with canopy of 35 m. The predominate tree species in the landscape are Eschweilera coriacea (White Matá-matá, Voucapoua americana (Acapu and Protium pallidum (White Pitch. Sap flow measurements were made in the wet season (03-16 December 2000 and 12-25 January 2003, to evidence the effect of long term induced

  10. Levantamento florístico em remanescente de floresta ripária no alto rio Paraná: Mata do Araldo, Porto Rico, Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i4.1275 Floristic survey in riparian forest remains of the upper Paraná River: Mata do Araldo, Porto Rico, Paraná, Brazil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i4.1275

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Reinaldo Monteiro

    2005-03-01

    Full Text Available Com o objetivo de elaborar um levantamento florístico em floresta ripária do alto rio Paraná, foi realizado o presente estudo em remanescente sob domínio da floresta estacional semidecidual submontana, localizado em Porto Rico, Paraná, Brasil (53o19’3”W e 22o47’37”S. No interior e adjacências de uma parcela de 10.000 m2 (100 m x 100 m, foram levantadas 165 espécies, reunidas em 124 gêneros e 60 famílias, e distribuídas entre arbóreas, arbustivas, herbáceas, lianas e hemiparasitas. Leguminosae, Myrtaceae, Poaceae, Rubiaceae e Bignoniaceae foram as famílias de maior riqueza específica, contribuindo juntas com 33,33% das espécies e, dentre os gêneros, a maior riqueza foi representada por Eugenia, Casearia, Guarea, Inga, Panicum e Solanum, que reuniram 12,73% das espécies. Apesar das perturbações verificadas no remanescente, oito espécies foram consideradas raras para florestas ripárias e 12 foram citadas como alimento natural de peixesThe purpose of this study was to realize a floristic survey in riparian forest remains of the Upper Paraná River, under domain of the submontane seasonal semideciduous forest, located in Porto Rico, Paraná, Brazil (53o19’3” W e 22o47’37” S. Within and in the neighborhood of 10.000 m2 area (100 m x 100 m, 165 species were surveyed, in 124 genera and 60 families, distributed in arboreous, shrubs, herbs, climbers and hemiparasites. Leguminosae, Myrtaceae, Poaceae, Rubiaceae, and Bignoniaceae were the families with the highest species' richness, showing together 33.33%, and the genera more representative were Eugenia, Casearia, Guarea, Inga, Panicum, and Solanum, with 12.73% of the species. Though the perturbations verified in the forest remains, eight species were rare for this type of vegetation and 12 were listed as fishes natural food

  11. Suficiência amostral para coletas de serapilheira acumulada sobre o solo em Pinus elliottii Engelm, Eucalyptus sp. E floresta estacional decidual Adequate sampling for collection of litter accumulated on the soil in Pinus elliottii engelm, Eucalyptus sp. And seasonal deciduous forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabel Sandra Kleinpaul

    2005-12-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou determinar a suficiência amostral para coletas de serapilheira acumulada sobre o solo em povoamentos de Pinus elliottii, Eucalyptus sp., ambos plantados no Campus da Universidade Federal de Santa Maria e em uma área de Floresta Estacional Decidual (FED localizada no Morro do Elefante, Santa Maria, RS. Para a realização do estudo, foram coletadas 100 amostras de serapilheira por floresta, com o auxílio de uma moldura quadrada de 25 cm de lado, totalizando 300 amostras, as quais foram separadas nas seguintes frações: acículas ou folhas, galhos, estruturas reprodutivas, cascas e resíduos. Com base nos pesos de matéria seca de cada fração, realizou-se a análise estatística dos dados, visando à estabilização dos valores do coeficiente de variação (CV%. Para Pinus elliottii, a maior contribuição na formação da serapilheira foi dada pelas acículas, com 57,2%; em Eucalyptus sp., isso ocorreu com os galhos (38,8% e na FED, novamente com as folhas, que representaram 49,6% da serapilheira. No Pinus elliottii, o maior CV% se deu nos resíduos, seguido de estruturas reprodutivas. Em Eucalyptus sp., o maior CV% foi encontrado em cascas, seguido de galhos. Na FED, as cascas tiveram o maior CV%. A suficiência amostral necessária para Pinus elliottii foi de 40, sendo esse o povoamento que necessitou de menos amostras para estabilizar o CV%. Em Eucalyptus sp., a suficiência amostral foi de 70, enquanto na FED foram necessárias 80 amostras.This study determined the sample sufficiency for the collection of litter accumulated on the soil, in Pinus elliottii and Eucalyptus sp. stands, planted in the Campus of the Federal University of Santa Maria and a Seasonal Deciduous Forest, located at the "Morro do Elefante", Santa Maria - RS. To carry out this study, 100 samples were collected per site, using a square frame (25 cm², totaling 300 samples. The samples were separated in the following fractions: needles or

  12. As viagens e o discurso autobiográfico de Nísia Floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Constância Lima Duarte

    2009-12-01

    Full Text Available Nos livros em que registrou suas viagens pela Europa, Nísia Floresta deixou também, ao lado de reflexões sobre as novas culturas, depoimentos importantes da própria vida. Aliás, praticamente tudo o que se sabe hoje sobre a autora foi encontrado em seus livros, independente deles serem poemas, romances, crônicas ou ensaios, tal o caráter autobiográfico de sua obra. Para este momento, tratarei de um dos livros de viagem: o Itinerário de uma viagem à Alemanha, escrito em francês e publicado em Paris, em 1857. Em seu relato, Nísia Floresta vai privilegiar não a história da cidade que visita, mas a própria subjetividade, ou seja, as emoções que os objetos e os lugares lhe despertam. Através da memória, ela busca reminiscências da infância, ou vai ao encontro de familiares distantes, estejam eles vivos ou não, como forma de novamente re-viver momentos de felicidade. A narradora se coloca no centro da escritura, se auto contempla romanticamente, e tudo o mais parece girar à sua volta.

  13. O Gênero Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) na Floresta Atlântica do Nordeste Oriental

    OpenAIRE

    Chagas, Earl Celestino de Oliveira

    2012-01-01

    É apresentada uma revisão sobre o gênero Miconia, na Floresta Atlântica do Nordeste Oriental brasileiro, baseada em amostras coletadas em campo e no acervo de herbários. São referidas 30 espécies para a região, predominantemente, distribuídas nas zonas úmidas. M. albicans, M. minutiflora e M. prasina resultaram como espécies de maior ocorrência. Foram registradas M. alborufescens, M. chrysophylla, M. ferruginata, M. rubiginosa, M. serialis e M. stenostachya como novos ocorrências para a Flore...

  14. Estrutura fitossociológia de um fragmento natural de floresta inundável em área de orizicultura irrigada, município de Lagoa da Confusão, Tocantins Phytosociologial structure of a natural fragment of floodplain forest in area of irrigated rice cultivation, municipal district of Lagoa da Confusão, Tocantins, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Rodrigues Brito

    2006-10-01

    Full Text Available Os fragmentos naturais de florestas inundáveis conhecidos como ipucas localizam-se na planície do Araguaia, sob a forma de depressões naturais, que no Estado do Tocantins estão situados em áreas de planícies de inundação, que favorece seu alagamento e, conseqüentemente, o maior tempo de retenção da água em épocas de elevada precipitação. O presente estudo foi desenvolvido na fazenda Lago Verde, Município de Lagoa da Confusão, Tocantins, situado entre as coordenadas UTM: 643586 e 644060 leste e 8792795 e 8799167 norte. O objetivo do trabalho foi caracterizar a estrutura de um fragmento de floresta inundável de aproximadamente um hectare, inserido em área de orizicultura irrigada. Para o levantamento fitossociológico, foram amostrados todos os indivíduos arbustivo-arbóreos com perímetro a 1,30 m do solo (PAP > 15 cm. Ao todo, foram encontrados 807 indivíduos, 35 famílias e 70 espécies. As espécies com maior VC, em ordem decrescente, foram Hirtella racemosa Lam., Qualea multiflora Mart. e Cecropia pachystachya Trécul. As famílias mais ricas em espécies foram Fabaceae (9, Vochysiaceae (6, Annonaceae e Malvaceae (4. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,44. A distribuição de classes de diâmetro apresentou curva na forma de "J" invertido, estando a maioria dos indivíduos na primeira classe.The natural fragments of floodplain forests known as "ipucas" are located in the Araguaia plain, in form of natural depressions, which are located in areas of floodplains in the State of Tocantins, favoring its flooding and, consequently, the largest period of water retention during periods of high precipitation. The present study was developed at Lagoa Verde farm, municipal district of Lagoa da Confusão, Tocantins between the coordinates UTM: 643586 and 644060 east and 8792795 and 8799167 north. The objective of the work was to characterize the structure of a floodplain forest fragment of approximately one-hectare area

  15. Estudo da regeneração natural de espécies arbóreas em fragmento de Floresta Ombrófila Densa, Mata das Galinhas, no município de Catende, zona da mata sul de Pernambuco.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wegliane Campelo da Silva

    2010-08-01

    Full Text Available O estudo foi desenvolvido no fragmento denominado Mata das Galinhas, situado no município de Catende - PE, na mesorregião da mata pernambucana, mais precisamente na microrregião da mata úmida, a 142 Km da capital, nas coordenadas 8º69'06"S e 35º69'08" W, com altitude média de 199m. O relevo varia, predominantemente, de ondulado a forte ondulado. Os solos predominantes são classificados como latossolo vermelho distrófico e nitossolo vermelho associado ao latossolo. A vegetação é de Floresta Ombrófila Densa. Neste estudo, objetivou-se avaliar a regeneração natural de espécies arbóreas no fragmento florestal e verificar a diversidade e a estrutura das espécies no mesmo. Para a estimativa da regeneração natural das espécies arbóreas, foram locadas, de forma sistemática, 16 subparcelas de 25 m² (5 x 5 m, no centro de 16 unidades amostrais permanentes de 250 m2 (10,0 x 25,0 m, para o estudo da fitossociologia da comunidade arbórea adulta, com um distanciamento de 50 m entre si. O nível de inclusão foi de CAP < 15 cm, e a medição de altura (h foi dividida em classes, em que a classe 1 contemplou indivíduos com 1,0 < h < 2,0 m, a classe 2 com indivíduos 2,0 < h < 3,0 m e a classe, 3 indivíduos com h > 3,0 m. Foram realizados os cálculos da suficiência amostral e da diversidade. No fragmento, foram amostrados 194 indivíduos, pertencentes a 31 famílias botânicas e a 60 espécies arbóreas. Destas, 42 foram identificadas em nível de espécie; 4,em nível de gênero; 2, em nível de família; e 2, indeterminadas. As dez espécies com maiores valores para regeneração natural Total da População Amostrada (RNT representaram 53,78%, estando assim distribuídas: Brosimum discolor Schott (9,98%, Protium heptaphyllum (Aubl. Marchand (9,19%, Eschweilera ovata (Cambess. Miers (8,01%, Thyrsodium spruceanum Benth. (7,0%, Dialium guianense (Aubl. Sandwith (5,44%, Erythroxylum squamatum Sw. (3,32%, Cupania revoluta Rolfe (3

  16. Condições físico-químicas e biológicas em águas superficiais do Rio Tapajós e a conservação de Floresta Nacional na Amazônia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarah Suely Alves Batalha

    2014-10-01

    Full Text Available A bacia amazônica detém uma grande quantidade de água que deve ser conservada para atender as necessidades desta e das futuras gerações. O objetivo deste trabalho foi avaliar condições físico-químicas e biológicas em águas superficiais do Rio Tapajós como indicadores da conservação de Floresta Nacional na Amazônia. Para a tomada de decisão quanto ao período de coleta levou-se em consideração apoio logístico e financeiro, sendo possível as coletas na época de menor oferta pluvial com base em informações climáticas na Flona e seu entorno. As coletas no rio Tapajós ocorreram em áreas de influência quanto ao uso e ocupação do solo. Foram realizadas avaliações no local, bem como análises em laboratório. Os resultados apontaram que dezembro de 2012 foi mais chuvoso em relação a climatologia. Os resultados do Índice de Qualidade de Água (IQA indicaram o predomínio na qualidade “boa” a “ótima”, nas quais as faixas variaram entre 70 < IQA < 90 e 90 < IQA ≤100, totalizando 70,0% das amostras coletadas. Os balneários de Alter do Chão e Pindobal foram os que apresentaram valores elevados de coliformes termotolerantes, possivelmente devido os efeitos antrópicos que poderiam ser mitigados com práticas de turismo adequadas. O maior IQA e a maior transparência da água, identificados próximo a Tauarí, evidenciaram efeitos mínimos nas águas superficiais pela ação antrópica nessa localidade. Conclui-se que os corpos hídricos são sensíveis a alterações na cobertura da terra e estas podem ameaçar à manutenção de áreas de uso conservacionista.

  17. Forest structure of artificial islands in the Tucuruí dam reservoir in northern Brazil: a test core-area model Estrutura da floresta em ilhas artificiais no reservatório da usina hidrelétrica de Tucuruí, Brasil: um teste do modelo de área nuclear

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro V. Ferreira

    2012-06-01

    Full Text Available Construction of hydroelectric dams in tropical regions has been contributing significantly to forest fragmentation. Alterations at edges of forest fragments impact plant communities that suffer increases in tree damage and dead, and decreases in seedling recruitment. This study aimed to test the core-area model in a fragmented landscape caused by construction of a hydroelectric power plant in the Brazilian Amazon. We studied variations in forest structure between the margin and interiors of 17 islands of 8-100 hectares in the Tucuruí dam reservoir, in two plots (30 and >100m from the margin per island. Mean tree density, basal area, seedling density and forest cover did not significantly differ between marginal and interior island plots. Also, no significant differences were found in liana density, dead tree or damage for margin and interior plots. The peculiar topographic conditions associated with the matrix habitat and shapes of the island seem to extend edge effects to the islands' centers independently of the island size, giving the interior similar physical microclimatic conditions as at the edges. We propose a protocol for assessing the ecological impacts of edge effects in fragments of natural habitat surrounded by induced (artificial edges. The protocol involves three steps: (1 identification of focal taxa of particular conservation or management interest, (2 measurement of an "edge function" that describes the response of these taxa to induced edges, and (3 use of a "Core-Area Model" to extrapolate edge function parameters to existing or novel situations.A construção de usinas hidrelétricas em regiões tropicais tem contribuído significativamente para a fragmentação da floresta. As alterações nas bordas de fragmentos florestais causam profundos impactos na comunidade de plantas, tais como, o aumento em de árvores mortas ou danificadas e a diminuição do recrutamento de plântulas. Este estudo tem como objetivo testar o

  18. Frugivoria por aves em um mosaico de Floresta Estacional Semidecidual e reflorestamento misto em Rio Claro, São Paulo, Brasil Frugivory by birds in a mosaic of seasonal semideciduous forest and a mixed reforested area in Rio Claro, Sao Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samira Athiê

    2012-03-01

    Full Text Available Visando subsidiar futuros projetos de recuperação florestal com base nas interações animal-planta, foram avaliadas as espécies ornitocóricas e o consumo de frutos por aves em um mosaico de Floresta Estacional Semidecidual e um reflorestamento misto, em Rio Claro, São Paulo. Através do monitoramento da frutificação e avaliação dos eventos de frugivoria em sessões focais e ad libitum, foram registradas 31 espécies ornitocóricas fornecendo frutos para 38 espécies de aves consumidoras. No reflorestamento misto foram observadas 90,3% (n=28 das espécies ornitocóricas frutificando ao longo de todo ano, enquanto no fragmento florestal, somente 51,6% (n=16 delas foram registradas, com maiores variações temporais na oferta de frutos; 65,2% (n=1027 dos frutos foram consumidos no reflorestamento misto e 34,8% (n=547 no fragmento florestal. Tais resultados podem estar relacionados ao menor tamanho do fragmento de vegetação nativa, o que, proporcionalmente, poderia determinar uma menor riqueza de espécies vegetais no mesmo e/ou ao fato de a dispersão abiótica tender a predominar nos locais fragmentados e perturbados. O reflorestamento misto, embora apresente algumas espécies vegetais exóticas, está sendo ecologicamente mais funcional para a avifauna e, devido à proximidade com o fragmento, parece estar contribuindo para a manutenção das comunidades de aves residentes e visitantes deste último através dos recursos alimentares oferecidos.To support future forest recovery projects based on plant-animal interactions, this work aimed to evaluate the ornithochoric species and fruit consumption by birds in both a mosaic of seasonal semideciduous forest and a mixed reforested area in Rio Claro, Sao Paulo, Brazil. By monitoring and evaluating fruiting and frugivory events in focal and ad libitum sessions, 31 ornithochoric species were found that provide fruits to 38 species of frugivorous birds. In the mixed reforested area, 90.3% (n

  19. Composição florística de dois trechos em diferentes etapas serais de uma floresta estacional semidecidual em Viçosa, Minas Gerais Floristic composition of two sites different seral stages of semideciduous seasonal montane forest in Viçosa, Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério Ferreira Ribas

    2003-12-01

    Full Text Available O presente estudo foi desenvolvido em dois trechos de floresta semidecídua, com diferentes estádios de sucessão secundária, localizada no município de Viçosa-MG, objetivando verificar variações qualitativas na composição florística. Foram demarcadas, em cada trecho, dez parcelas de 10 x 20 m, nas quais foram inventariados todos os indivíduos lenhosos com circunferência à altura de 130 cm do solo maior ou igual a 5 cm. A similaridade florística entre as parcelas foi avaliada por meio de análise de agrupamentos, utilizando o índice de Sørensen. Foram amostradas 67 espécies no trecho com 15 anos e 69 no trecho com 30 anos. Dentre as espécies exclusivas, 38 foram para o trecho com 15 anos e 40 para o trecho com 30 anos. As famílias Annonaceae, Leguminosae Caesalpinioideae e Sapindaceae, com cinco, quatro e quatro espécies cada, respectivamente, e o gênero Nectandra, com duas espécies, foram os taxa mais bem representados no trecho com 15 anos. Por outro lado, as famílias Flacourtiaceae, Meliaceae e Myrtaceae, com quatro, três e quatro espécies, respectivamente, e o gênero Ocotea, com três espécies, foram mais bem representados no trecho com 30 anos. A similaridade florística entre parcelas de um mesmo trecho foi considerada alta, tendo sido relacionada à proximidade espacial, o que implica históricos de perturbação e regeneração semelhantes, resultando, conseqüentemente, em composições florísticas mais similares e mesmo estádio de sucessão secundária.This study was carried out in two sites of a semideciduous forest, under different stages of secondary succession in Viçosa, MG to verify qualitative variations in floristic composition. In each site, ten plots of 10 m x 20 m were delimited, with all woody individuals with circumference at 130 cm height from the soil larger than or equal to 5 cm being listed. Floristic similarity among parcels was evaluated through clustering analysis, using the S

  20. O crescimento da Nectandra megapotamica Mez., em floresta nativa na depressão central do Estado do Rio Grande do Sul The growth of the Nectandra megapotamica Mez., in natural forest in the central depression of the State of the Rio grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helio Tonini

    2003-02-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado com o objetivo de estudar o crescimento em diâmetro, volume comercial, fator de forma comercial e incremento corrente anual do volume comercial em porcentagem (ICA% para duas árvores dominantes de canela-preta (Nectandra megapotamica, em uma Floresta Estacional Decidual, localizada no município de Santa Maria na depressão central do Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram obtidos mediante análise de tronco e as tendências de crescimento em diâmetro, volume comercial, fator de forma e ICA%, foram ajustados com a utilização dos modelos de Mitscherlich & Sontag (1982, Backman (1943, Richards (1959, e um modelo parabólico do segundo grau. O ajuste dos modelos indicou que, para as variáveis diâmetro e volume comercial, o melhor modelo foi o de Mitscherlich & Sontag, para a árvore 1,sendo que, para a árvore 2, o modelo de Richards apresentou melhor ajuste. Para o incremento corrente anual do volume comercial em porcentagem, o melhor modelo foi o de Backmam, sendo o modelo parabólico, o de melhor ajuste para o fator de forma comercial.This work was carried out with the objective of studying the growth in diameter, commercial volume, form factor, mean annual increment of the commercial volume in percentage for two dominant trees of Nectandra megapotamica, in a Decidual Seasonal Forest, located in the municipal district of Santa Maria in the central depression of the State of Rio Grande do Sul, Brazil. The data were obtained from stem analysis and the growth trend in diameter, commercial volume, form factor and mean annual increment of the commercial volume in percentage, were fitted using the models of Mitscherlich & Sontag (1982, Backman (1943, Richards (1959, and a second degree parabolic model. The adjustment of the models indicated that for the diameter and commercial volume, the best model was that one from Mitscherlich & Sontag, for tree number one and for tree number two, the Richard's model

  1. Redução do esforço amostral de ácaros do solo (Acari: Oribatida) em fragmentos de floresta da região de Alter do Chão, Pará, Brasil

    OpenAIRE

    Ferreira, Raimundo Nonato Costa

    2011-01-01

    A grande diversidade e abundância de alguns grupos de invertebrados de solo faz com que investimentos em estudos de biodiversidade de tais grupos sejam dispendiosos, principalmente nas regiões tropicais. O grande questionamento a respeito dos protocolos de coletas é sobre a sua eficiência para uso em estudos ecológicos, que diminui em estudos com organismos de pequeno tamanho. Com ácaros oribatídeos, esse questionamento deve levar em consideração a alta demanda de tempo para...

  2. Florística e estrutura fitossociológica em floresta ombrófila densa submontana na barragem do rio São Bento, Siderópolis, Estado de Santa Catarina - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.3345 Floristic composition and phytosociological structure in a submontane ombrophilous dense forest at São Bento river dam, Siderópolis, Santa Catarina State - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.3345

    OpenAIRE

    João André Jarenkow; Robson dos Santos; Rafael Martins; Sinara Colonetti; Vanilde Citadini-Zanette; Edilane Rocha

    2009-01-01

    Apresentam-se os resultados de levantamentos florístico e fitossociológico em remanescente de Floresta Ombrófila Densa Submontana circunjacente à barragem do rio São Bento, objetivando fornecer dados primários para ações de restauração e conservação desta formação. A área está localizada no Sul de Santa Catarina, município de Siderópolis. Utilizou-se como área amostral um hectare e foram registrados indivíduos com DAP ≥ 5 cm e quantificados seus descritores estruturais. Foram identificadas 10...

  3. Influência da floresta alterada na distribuição espacial de três espécies da Floresta Ombrófila Mista avaliada pela geoestatística

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcio de Paula Amaral

    2013-06-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram analisar e representar a distribuição espacial dos indivíduos de três espécies da Floresta Ombrófila Mista (FOM, sob distúrbio ocasionado por ações antrópicas, utilizando geoestatística e interpolações por krigagem, bem como verificar a influência das alterações da floresta no resultado obtido com essa metodologia. Os dados foram obtidos de levantamento fitossociológico realizado em 2007, contendo 45 unidades amostrais (ua de 500 m², em que foram mensurados indivíduos com DAP > 10 cm. O fragmento, localizado em General Carneiro, PR, passou por ciclos de exploração de madeira, erva-mate, xaxim, pastoreio e coleta de sementes, que causaram abertura de grandes clareiras, contendo alta densidade de taquaras. Posteriormente, a área foi transformada em Reserva Particular do Patrimônio Natural. A condição de floresta alterada interferiu nos resultados para distribuição espacial dos indivíduos de D. sellowiana, M. scabrella e I. paraguariensis (xaxim, bracatinga e erva-mate por ua. Apesar de ser detectada alta dependência espacial (>75%, foi também observada quebra da continuidade espacial para distribuição dessas espécies. Conclui-se que, nessa condição, geoestatística e krigagem não são indicadas devido aos usos inadequados dado à floresta, podendo ser utilizadas outras técnicas de interpolação para evitar as extrapolações de médias obtidas na amostragem da área total do fragmento. No entanto, por apresentar sensibilidade às alterações das florestas, análises geoestatísticas devem ser experimentadas quanto à sua utilização na avaliação da capacidade de resposta da floresta a eventos impactantes de grande magnitude.

  4. Óxidos de ferro e área superficial de Latossolo subtropical sob campo e floresta nativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Vasconcellos Inda

    2014-02-01

    Full Text Available As condições climáticas atuais indicam avanço da vegetação de floresta sobre os campos na região dos Campos de Cima da Serra no Rio Grande do Sul. Essa mudança na vegetação altera o conteúdo de matéria orgânica e a umidade do solo. Este estudo objetivou avaliar os óxidos de ferro pedogênicos em um Latossolo sob campo e floresta nativa e relacionar os mesmos com os teores de carbono orgânico e a área superficial específica do solo. Os teores de carbono orgânico são maiores no solo sob floresta e, possivelmente, influenciaram processos dissolutivos de óxidos de ferro cristalinos e a neoformação de tipos metaestáveis de baixa cristalinidade. O incremento de C orgânico no solo sob floresta elevou expressivamente a área superficial específica do solo, mascarando o efeito geralmente positivo dos óxidos de Fe sobre essa característica física.

  5. INFLUÊNCIA DO CICLO LUNAR NO PADRÃO DE ATIVIDADE DE CUNICULUS PACA (RODENTIA: CUNICULIDAE EM UMA FLORESTA DE MATA ATLÂNTICA NO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ALAN DEIVID PEREIRA

    Full Text Available RESUMO Entender o que influência o período de atividade é relevante para a compreensão de como as espécies se adaptam e persistem em seus ambientes. A influência da luz da Lua no padrão de atividade de mamíferos já foi documentada em algumas espécies. Para verificar se as fases lunares exercem influência no período atividade de Cuniculus paca, fez-se o uso de dez armadilhas fotográficas, que permaneceram ligadas por 12 meses, distribuídas ao longo de um fragmento florestal de Mata Atlântica no Sul do Brasil. Em 8.928 horas armadilhas fotográficas ligadas, obtiveram-se 96 registros de C. paca. Encontrou-se um padrão de atividade predominantemente noturno (92%, sendo que a maior quantidade de registros ocorreu em Lua Nova (40% e a menor em Lua Cheia (12%, havendo diferenças entre os picos de atividade em relação às fases da Lua. Nossos resultados demonstraram que C. paca reage negativamente a maior incidência de luz lunar, diminuindo ou alterando seu ciclo circadiano em noites de Lua cheia.

  6. Physiographic and floristic gradients across topography in transitional seasonally dry evergreen forests of southeast Pará, Brazil Gradientes fisiográficos e florísticos ao longo do relevo em florestas perenifólias sazonalmente secas de transição no Sudeste do Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James Grogan

    2006-12-01

    estrutura e a composição da floresta muda gradual e sutilmente ao longo da topografia levemente ondulada. Entre 1995 e 2001, o índice pluviométrico anual nessa região era de, em média, 1.859 mm, com aproximadamente zero de precipitação durante junho e agosto; os meses da estação seca. As migrações verticais anuais das águas profundas do solo, causadas pelas chuvas sazonais, são responsáveis pelas diferenças edáficas e florísticas entre os terrenos baixos e altos. Os solos dos terrenos baixos são hidromórficos formados pela água que se eleva do lençol freático durante a estação chuvosa de cor cinza pálido, marrom ou branca, textura grossa, com baixa retenção de umidade durante a estação seca e concentração relativamente alta de macro-nutrientes nos horizontes superficiais. O dossel florestal nos terrenos baixos é bastante irregular, especialmente ao longo dos igarapés sazonais, e a composição da comunidade do dossel difere visivelmente daquela dos terrenos altos. Os solos dos terrenos altos são distróficos, bem drenados durante a estação de chuvas, de cor marrom ou vermelho-amarela, textura fina, e possuem maior retenção de umidade e menor concentração de macro-nutrientes nos horizontes superficiais se comparados aos solos dos terrenos baixos. Nos terrenos altos, os dosséis florestais são, em média, mais altos, mais regulares e mais fechados. As áreas de terrenos baixos podem ser consideradas sumidouros de energia e nutrientes, nas quais, em virtude do ciclo hidrológico, as perturbações no dossel são prováveis de ocorrer mais freqüentemente do que nos terrenos mais altos, mas não necessariamente em escalas maiores.

  7. Síndromes de dispersão de espécies arbóreas de florestas ombrófilas submontanas do estado do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrício Alvim Carvalho

    2010-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi verificar as diferenças nas proporções das síndromes de dispersão de propágulos de espécies arbóreas entre florestas ombrófilas submontanas secundárias e preservadas no Estado do Rio de Janeiro. Foram utilizadas listas de espécies de sete florestas secundárias e cinco preservadas. Partiu-se da hipótese de que as florestas secundárias apresentariam menor riqueza e densidade de espécies arbóreas com síndrome de dispersão biótica (zoocoria. As médias das proporções de árvores com síndrome de dispersão biótica entre florestas secundárias e preservadas foram comparadas pelo teste U. Apesar de preponderarem em ambas, florestas secundárias e preservadas diferiram significativamente em riqueza e densidade de espécies com dispersão biótica (P < 0,01. Essas proporções foram menores nas florestas secundárias, corroborando essa hipótese. As florestas secundárias também apresentaram menor densidade de espécies zoocóricas pertencentes a famílias dispersadas por grandes vertebrados frugívoros (Lauraceae, Myrtaceae e Sapotaceae. Futuras práticas de manejo e conservação nessas florestas secundárias devem incorporar as interações plantas-dispersores, devido aos riscos nos processos de regeneração sem a presença da fauna dispersora adequada.

  8. Attractivity of omnivore, carnivore and herbivore mammalian dung to Scarabaeinae (Coleoptera, Scarabaeidae in a tropical Atlantic rainforest remnant Atratividade de Scarabaeinae (Coleoptera: Scarabaeidae por fezes de mamíferos onívoros, carnívoros e herbívoros em um remanescente de Floresta Tropical Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno K. C. Filgueiras

    2009-01-01

    Full Text Available In this study, performed in a remnant of Brazilian Atlantic Forest, three types of dung from animals with distinct alimentary habits were utilized, in order to verify possible differences of attractivity of these dungs to the Scarabaeinae and the influence of seasonality in the attractivity. Three habitats were sampled: edge, clearing and forest core, each with 40 pitfall traps. A total of 2,137 beetles were collected from August 2005 to July 2006. Canthidium sp. 1 (43% and Dichotomius sericeus (41% were the most abundant species. From the total number of beetles collected, 80.5% were attracted to human dung, 11% to jaguar dung, 7.8% to waterbuck dung and 0.7% to the control. The species Canthidium sp.1, Canthidium sp. 2, Ateuchus sp., Canthon nigripenne, Canthonella sp. and D. sericeus came to all three bait types. Eight species were found in the baits with human dung, where Canthidium sp.1 (49% and D. sericeus (39% were the most common. A significant difference in attractiveness of the different baits was observed; the highest abundance found in traps baited with human dung (F = 36.59; g.l. = 3; p Nesse estudo, realizado em um remanescente de Floresta Atlântica Brasileira, três tipos de fezes de animais com distintos hábitos alimentares foram utilizados para verificar possíveis diferenças de atratividade dessas fezes por Scarabaeinae e a influência da sazonalidade nessa atratividade. Três habitats foram amostrados: borda, clareira e núcleo da floresta, cada um com 40 armadilhas de queda ("pitfall". Um total de 2137 besouros foi coletado de agosto de 2005 a julho de 2006. Canthidium sp. 1 (43% e Dichotomius sericeus (41% foram as espécies mais abundantes. Do número total de besouros coletados, 80,5% foram atraídos para fezes humanas, 11% para fezes de jaguar, 7,8% para fezes de cobo e 0,7% para o controle. As espécies Canthidium sp.1, Canthidium sp. 2, Ateuchus sp., Canthon nigripenne, Canthonella sp. e D. sericeus foram aos tr

  9. Relação entre heterogeneidade ambiental e distribuição de espécies em uma floresta paludosa no Município de Cristais Paulista, SP, Brasil Floristic composition and relationship between environmental heterogeneity and species distribution in a swamp forest from Cristais Paulista, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aloysio de Pádua Teixeira

    2009-09-01

    Full Text Available Neste estudo foi caracterizada a composição florística e fitossociológica de uma floresta paludosa no nordeste do Estado de São Paulo, onde variações no padrão de drenagem ocorrem principalmente no sentido perpendicular ao curso d'água, em função da topografia. Nosso objetivo foi investigar a distribuição das espécies em relação ao substrato e a entrada de luz na comunidade. Foram alocadas 60 parcelas de 10×10 m, distribuídas em seis grupos de 10 parcelas cada. Em cada parcela foram medidos e identificados os indivíduos com PAP > 10 cm, avaliadas as propriedades químicas e granulometria do solo, o desnível topográfico, a drenagem e a abertura do dossel. Foram registradas 88 espécies, das quais 61 foram observadas nas parcelas. Uma análise de correspondência canônica (CCA indicou correlações entre a distribuição das 29 espécies mais abundantes e drenagem, desnível topográfico e Fe no eixo 1 e abertura do dossel no eixo 2. O coeficiente de Spearman indicou correlações significativas entre 66% das 29 espécies e profundidade do lençol freático ou abertura do dossel. Como exemplo, Calophyllum brasiliense e Xylopia emarginata prevaleceram em solos mal drenados; Siphoneugena densiflora e Virola sebifera em solos bem drenados; Myrcia laruotteana e Xylopia sericea em parcelas com maior abertura de dossel. A heterogeneidade ambiental foi um importante fator na determinação da distribuição e a coexistência de espécies, resultando em um incremento na diversidade local.In the present study, we characterized the floristic composition and tree structure of a swamp forest in northeast of São Paulo State, Brazil, where the drainage pattern changes mainly across the watercourse due to the topography. We aimed to investigate the species distribution in relation to substrate and light entrance in the community. Sixty quadrats (10×10 m were divided into six groups of 10 plots. In each quadrat, individuals with PBH > 10

  10. Florística e estrutura de comunidades vegetais em uma cronoseqüência de Floresta Atlântica no Estado do Paraná, Brasil Floristics and structure of plant communities along a chronosequence in the Atlantic Rain Forest of Paraná State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dieter Liebsch

    2007-12-01

    Full Text Available Descrevemos a estrutura do estrato arbóreo de três sítios de Floresta Atlântica no litoral do Paraná, objetivando detectar diferenças estruturais gerais e nas populações ao longo do processo sucessional, visando subsidiar futuros planos de recomposição da vegetação. O estudo foi realizado na Reserva Natural Rio Cachoeira, onde foram escolhidos três sítios, cujos históricos indicavam a ocorrência de corte da vegetação há 20 anos, 80 anos e 120 anos. O sítio com 20 anos apresentou os menores valores de riqueza, diversidade, área basal e volume. O sítio com 80 anos apresentou os maiores valores de densidade e riqueza. No sítio com 120 anos foi observado o maior valor de diversidade, equabilidade e volume. Observaram-se algumas diferenças significativas, em termos de diversidade, área basal e volume entre os sítios em diferentes estádios. Comparações das estruturas de populações de espécies que ocorriam em mais de um sítio não mostraram grandes diferenças. Por outro lado, as características das espécies exclusivas de cada sítio influenciaram nas diferenças observadas nos três sítios.We describe the tree structure of three Atlantic Forest fragments on the coast of Paraná, in order to detect differences in community structure throughout the succession process and to support future vegetation restoration projects. The study area was the Reserva Natural Rio Cachoeira, where three sites were chosen based on length of time since the last manmade disturbance (mostly agriculture and lodging; these were, respectively, 20-, 80- and 120-year-old forests. The 20-year-old forest had the lowest richness, diversity, basal area and volume. The 80-year-old forest had the highest density and richness. The 120-year-old forest had the highest diversity, equitability and volume. Diversity, basal area and volume were significantly different among the three sites. There were no important differences among structures of populations

  11. Hedylidae (Lepidoptera: Hedyloidea coletados à luz a 40 metros de altura no dossel da floresta da Estação Experimental de Silvicultura Tropical em Manaus, Amazonas, Brasil Hedylidae (Lepidoptera: Hedyloidea collected with light trap at 40 meter height over an Amazon forest canopy at Experimental Station of the Tropical Silviculture in Manaus, Amazonas, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilcéia Melo Lourido

    2008-01-01

    Full Text Available Os Hedylidae constituem um grupo de lepidópteros exclusivamente neotropical com 35 espécies conhecidas em um gênero, Macrosoma Hübner, 1818. Antes classificados entre as mariposas Geometridae, agora são considerados um grupo basal e noturno de borboletas. Foram realizadas coletas mensais de janeiro a dezembro de 2004 no dossel de uma floresta em área de terra-firme, utilizando um lençol branco iluminado por luz mista de mercúrio e outra luz negra UV-BLB, instalado a 40 m de altura em uma torre. As coletas foram realizadas das 18:00 às 6:00 h do dia seguinte. Foram coletados 55 exemplares , a maioria machos, somente dois exemplares fêmeas pertencentes a nove espécies, uma delas provavelmente nova, a saber: M. hedylaria Warren (1894, M. bahiata (Felder & Rogenhofer, 1875, M. conifera (Warren, 1897, M. heliconiaria (Guenée, 1857, M. hyacinthina (Warren, 1905, M. klagesi (Prout, 1916, M. lucivittata (Walker, 1863 M. nigrimacula (Warren, 1897 e Macrosoma sp. Os Hedylidae foram mais abundantes na estação mais chuvosa, dezembro a maio, com 65,5% dos espécimes coletados. O horário de maior atividade foi entre 19:00 e 22 h com 80% dos espécimes coletados.The Hedylidae is a lepidopteran group exclusively neotropical, with 35 known species in the genus Macrosoma Hübner, 1818. The family was classified as Geometridae moths but presently they are considered a basal and nocturnal group of butterflies. The collections were carried out monthly from January to December of 2004, during three nights of lunar transition third quarter moon/new moon from 6 p.m. to 6 a.m. The insects were collected over a vertical white sheet illuminated by a 250 watt mixed light and a 20 watt black-light (BLB lamp installed in a tower at a height of 40 m. We collected 53 male specimens and two female specimens, belonging to nine species of which one was probably new to science: M. hedylaria Warren (1894, M. bahiata (Felder & Rogenhofer, 1875, M. conifera (Warren

  12. Banco de Sementes do Solo de Floresta Restaurada, Reserva Natural Vale, ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geanna Gonçalves de Souza Correia

    Full Text Available Visando comparar a composição e estrutura do banco de sementes do solo de uma Floresta em Restauração (FR e o de um Ecossistema de Referência (ER foi realizado este estudo, por meio de 60 amostras de 30 cm × 30 cm × 5 cm do solo superficial coletadas na Reserva Natural Vale, Linhares, Espírito Santo. Durante seis meses germinaram indivíduos de 25 espécies e 15 famílias botânicas. Constatou-se elevada densidade de Urochloa decumbens (brachiária na FR, espécie invasora e inibidora do processo de sucessão ecológica, o que representa um problema em casos de possíveis perturbações. Por outro lado, a presença de espécies facilitadoras de sucessão como Cecropia e Trema na FR caracteriza-se de forma positiva, visto que essas espécies são responsáveis pela regeneração florestal pós-distúrbios e não foram utilizadas durante o plantio na área, ou seja, a floresta em restauração está se comportando como um ecossistema que já apresenta resiliência a distúrbios como abertura de clareiras.

  13. Comparação quantitativa da comunidade de aves de um fragmento de floresta semidecidual do interior do Estado de São Paulo em intervalo de 30 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vagner Cavarzere

    2012-12-01

    Full Text Available Poucos estudos avaliaram em longo prazo a variação no tamanho populacional das espécies de aves em fragmentos florestais. Para avaliar a riqueza e a abundância específica da comunidade de aves de um remanescente de mata semidecidual do interior do Estado de São Paulo, sudeste do Brasil, foi conduzido o censo da avifauna florestal utilizando-se a metodologia de contagem em transecção. Estes resultados foram comparados com levantamento realizado na mesma localidade 30 anos antes, e as aves foram classificadas de acordo com suas categorias alimentares com a finalidade de associá-las à tendência ao aumento/diminuição de suas abundâncias após este intervalo de tempo. Embora tenha havido predominância de espécies com diminuição populacional, todas as categorias tróficas analisadas apresentaram também espécies com aumento em suas abundâncias. A maioria das espécies com propensão a deslocarem-se entre fragmentos apresentou diminuição em suas abundâncias. Sugerimos que, em relação a suas abundâncias específicas, as categorias tróficas são igualmente afetadas pelos processos da fragmentação, e que a regeneração florestal sofrida pelo remanescente pode ter resultado na perda de espécies de bordas. Espécies cujas abundâncias tenham reduzido neste intervalo de tempo podem sofrer extinção local futuramente.

  14. SOBREVIVÊNCIA E CRESCIMENTO DE SETE ESPÉCIES ARBÓREAS NATIVAS EM UMA ÁREA DEGRADADA DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, NORTE DE MINAS GERAIS1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yule Roberta Ferreira Nunes

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMO Este trabalho objetivou avaliar o crescimento e sobrevivência de sete espécies arbóreas nativas em diferentes tratamentos, em uma área degradada na Reserva da COPASA (Juramento, MG. Para tal, foram utilizados aproximadamente 1,2 ha da área, onde foram plantadas 899 mudas, de sete espécies nativas (Anadenanthera colubrina, Copaifera langsdorffii, Dilodendron bipinatum, Myracrodruon urundeuva, Pterogyne nitens, Schinopsis brasiliensis e Senegalia polyphylla, acompanhadas durante 24 meses. A área foi dividida em cinco parcelas de 0,24 ha, que representaram os seguintes tratamentos: (T1 parcela semeada com capim (Brachiaria sp.; (T2 parcela onde as covas foram tratadas com condicionador de solo; (T3 parcela semeada com capim consorciado com leguminosa (Cajanus cajan; (T4 parcela semeada com leguminosa; e (T5 controle. A porcentagem de mortalidade foi maior no T2 e menor no T3, sendo as espécies C. langsdorffii (43,66% e S. brasiliensis (11,64% aquelas com maior e menor porcentagem de mortalidade, respectivamente. O crescimento (altura e diâmetro das mudas foi maior no T2 (24,32 ± 26,05 cm e 0,51 ± 0,37 mm, respectivamente e menor no T1 (10,82 ± 22,57 cm e 0,26 ± 0,27 mm; respectivamente. As espécies com maior crescimento em altura foram A. colubrina e S. polyphylla, já D. bipinatum e S. brasiliensis apresentaram maior crescimento em diâmetro. Pterogyne nitens apresentou o menor crescimento, além de alta mortalidade, mostrando baixa capacidade de estabelecimento em ambientes degradados.

  15. Influência da cobertura e do solo na composição florística do sub-bosque em uma floresta estacional semidecidual em Viçosa, MG, Brasil Cover and soil influence at understory of a Seasonal Tropical Forest, Minas Gerais State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Augusto Alves Meira-Neto

    2005-09-01

    Full Text Available A relação ecológica planta-luz tem sido estudada desde o início do século XX. As análises da relação da luminosidade ao nível das comunidades florestais têm se valido de medições indiretas por meio de índices de cobertura, mas sem a aplicação da fotogrametria para estimar essa cobertura. Este trabalho foi idealizado para utilizar fotogrametria do dossel, tornando-a aplicável ao estudo da luminosidade no sub-bosque herbáceo-arbustivo. Teve como objetivos estabelecer a relação existente entre espécies do estrato herbáceo-arbustivo e a cobertura do dossel e averiguar a existência de correlações entre espécies, luminosidade e variáveis pedológicas. Para tanto, foram tiradas fotografias em preto e branco nos períodos seco e chuvoso, em 100 (1 m×1 m parcelas aplicadas para a amostragem da vegetação herbácea. Foram colhidas amostras de solo em cada parcela. A partir dos valores médios das medidas de cobertura estimada pelas fotografias dos períodos seco e chuvoso calculou-se o valor médio de cobertura para cada espécie amostrada. Por meio do teste "t" student e da Análise de Correspondência Canônica foram determinadas as relações entre as espécies, a luminosidade e as variáveis pedológicas no estrato herbáceo-arbustivo. A cobertura não foi significativamente diferente nas épocas seca e na chuvosa. Apenas três espécies, Heisteria silviani, Calathea brasiliensis e Psychotria conjugens, tiveram médias de cobertura significativamente maiores que a média amostral e outras três, Olyra micrantha, Lacistema pubescens e Pteris denticulata, tiveram médias menores. As distribuições de parcelas pelos valores de cobertura, de tamanho de clareiras e pelo número de clareiras mostraram-se similares às distribuições encontradas na literatura para outras florestas tropicais e, portanto, o método da fotogrametria revelou-se adequado para a avaliação da cobertura. Verificou-se que os teores de cálcio, magn

  16. Levantamento florístico de plantas lenhosas e caracterização fitossociológica de um remanescente de floresta ombrófila mista em Guarapuava, PR /

    OpenAIRE

    Cordeiro, Juliano

    2005-01-01

    Orientador : William A. Rodrigues Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Botanica. Defesa: Curitiba, 2005 Inclui bibliografia e anexos

  17. Tree mortality in a riparian forest at Rio Paraguai, Pantanal, Brazil, after an extreme flooding Mortalidade de árvores em uma floresta ripária do rio Paraguai, Pantanal, Brasil, após uma cheia excepcional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Alves Damasceno-Junior

    2004-12-01

    Full Text Available A study was conducted in a riparian forest (Rio Paraguai, Brazil to verify the vegetation mortality after an exceptional flooding in 1995. Individuals with diameter at breast height > 5 cm were sampled in 108 (10×10m plots in 1994, and re-sampled in 1996. The total mortality rate was 4.1% per year. The mortality increased with the increasing of topographic positions, at community level, suggesting that places where the flooding is less frequent are more affected by extreme floods.Foi realizado um estudo numa mata ripária (rio Paraguai, Brasil para verificar a mortalidade da vegetação após uma cheia excepcional, em 1995. Indivíduos com diâmetro a altura do peito > 5cm foram marcados em 108 parcelas (10×10m em 1994 e reamostrados em 1996. A taxa de mortalidade total foi de 4,1%. A mortalidade aumentou nas faixas topográficas mais altas, ao nível de comunidade, indicando que lugares onde as inundações são mais raras são mais afetados pelas grandes cheias.

  18. Avaliação comparativa de iscas atrativas a partir da riqueza de espécies de formigas (Hymenoptera: Formicidae numa floresta de Eucalyptus grandis, em Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jardel Boscardin

    2011-10-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou avaliar diferentes iscas atrativas, buscando eficiência quanto à riqueza de espécies de formigas epigéicas, potenciais bioindicadores da qualidade ambiental, em uma área antropizada, com Eucalyptus grandis Hill ex. Maiden (Myrtaceae, com 16 anos, e aproximadamente cinco hectares, localizada no campus da Universidade Federal de Santa Maria, em Santa Maria, Rio Grande do Sul. As coletas foram realizadas utilizando-se cinco tipos de iscas: sardinha com óleo (SO, sardinha com tomate (ST, patê de frango (FR, patê de fígado de frango (FG e atum sólido (AT distribuídas aleatoriamente na área, em intervalos de cinco metros, com cinco repetições, totalizando 25 unidades experimentais, amostradas a cada estação do ano, de novembro de 2007 a agosto de 2008. Após 60 minutos de exposição, todo o material presente sobre a armadilha foi recolhido e acondicionado em recipientes com álcool 70 % e em seguida, encaminhado ao laboratório de entomologia para separação em morfo-espécies para posterior identificação. Coletaram-se 3072 indivíduos, distribuídos em 14 espécies pertencentes a oito gêneros e quatro subfamílias. Não houve diferença estatística significativa entre as riquezas médias observadas de espécies nas iscas (DMS = 2,3252 ; g.l. = 19, p > 0,05. A isca constituída de sardinha com óleo apresentou maior riqueza média observada de espécies (SM = 5,75, porém a isca a base de patê de fígado de frango apresentou maior riqueza de espécies (S = 13, sendo que, Pseudomyrmex termitarius ocorreu somente nestas duas. Das espécies amostradas, nenhuma apresentou preferência por uma única isca atrativa específica, espécies de Brachymyrmex, Camponotus, Pheidole, Wasmannia e Solenopsis foram comuns nas cinco iscas. Portanto, no momento da escolha de uma das iscas avaliadas para a realização da amostragem de formigas epigéicas, sugere-se ponderar, além da riqueza específica, a não- presen

  19. Variações anuais na produção de frutos e sementes de Castanheira-do-Brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae em florestas nativas de Roraima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helio Tonini

    2014-02-01

    Full Text Available Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de estudar as variações anuais na produção de frutos e sementes entre populações e indivíduos em castanhais nativos de Roraima. Os dados foram obtidos em cinco parcelas permanentes de 300 m x 300 m instaladas nos Municípios de Caracaraí e São João da Baliza. Nas parcelas permanentes, todas as castanheiras com diâmetro à altura do peito (DAP superior ou igual a 10 cm foram identificadas, medidas e numeradas através de placas de alumínio presas aos fustes por pregos. Durante o período de queda dos frutos (março a julho, as árvores foram visitadas em duas ocasiões no meio e no final desse período, e os frutos contados, abertos e pesados com balança de gancho digital com precisão de 50 g. A produção de frutos e sementes varia entre populações e indivíduos e a maioria não produz frutos todos os anos. No ano de maior produção, um castanhal chega a produzir 52 vezes mais do que em anos de baixa. Nos locais estudados, a produção total concentra-se em um pequeno número de indivíduos com um ano de pico de produção (mast-year.

  20. Recorte municipal do Sudeste e Sudoeste Paranaense: relação entre os fatores sociais e econômicos com o desflorestamento na Floresta Ombrófila Mista?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Luis Godinho Cassol

    2014-06-01

    Full Text Available É possível identificar as causas de desmatamento na Floresta Ombrófila Mista baseando-se em fatores econômicos e sociais da população? Estes fatores são equivalentes em áreas com diferentes taxas de desmatamento? Para responder estas questões foram avaliadas as áreas municipais em duas regiões no estado do Paraná. A primeira, com perda quase nula de floresta, em uma década, e a outra com perda de quase 15.000 ha, durante o mesmo período. Os fatores econômicos e sociais da população foram correlacionados com as perdas de floresta em cada município. Depois, foi utilizada uma análise de cluster hierárquica para agregar variáveis dentro de grupos similares. Para a região com perda quase nula de floresta, não houve correlação significativa entre os fatores analisados e o desmatamento observado. Por outro lado, as taxas de desmatamento para a região com perda de 15.000 ha foram fortemente correlacionadas com os fatores sociais, em primeiro lugar, e econômicos, em segundo. Mais especificamente, as taxas de desmatamento foram mais fortemente correlacionadas com as atividades agrícolas e florestais, respectivamente.

  1. Composição florística e distribuição sazonal do banco de sementes em Floresta Ombrófila Mista Aluvial, Araucária, PR Floristic composition and distribution of soil seed bank in Subtropical Ombrophilous Alluvial Forest in Araucaria, Parana State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saulo Henrique Weber

    2012-06-01

    Full Text Available Nesta pesquisa avaliou-se o banco de sementes do solo em um remanescente da Floresta Ombrófila Mista Aluvial, em Araucária, PR, através da análise quali-quantitativa da germinação. Adicionalmente, foi verificado se houve variação sazonal do banco. Localizado no Primeiro Planalto Paranaense, o remanescente encontra-se sob influência do rio Barigüi, tributário do rio Iguaçu. O delineamento estatístico foi inteiramente casualizado, com dez repetições, formadas por amostras compostas. O banco de sementes foi coletado em três estações do ano, sendo retiradas amostras de 10 cm de profundidade com serrapilheira, com auxílio de um gabarito quadrado de 40 cm de lado. As amostras de cada estação foram dispostas em caixas de madeira em casa de vegetação, por oito meses. Foi observada a ocorrência média, nas três estações, de 5.732 sementes m-2, pertencentes a 276 espécies, distribuídas em 120 gêneros e 54 famílias, num total de 34.780 sementes germinadas. O tamanho do banco de sementes não variou significativamente entre as estações do ano. A composição florística do banco de sementes é influenciada pelas áreas antropizadas do entorno.doi: 10.4336/2012.pfb.32.70.77In this research it was evaluated the potential of the soil seed bank in a remaining of Subtropical Ombrophilous Alluvial Forest (Araucaria Forest, by quali-quantitative analysis of seed germination. Additionally it was tested the occurrence of seasonal variation of the soil seed bank. The forest remaining located in Araucaria county, Parana State, Brazil, and it is influenced by Barigui river, affluent of Iguaçu river. It was used the completely randomized experimental design with ten replications. The soil seed bank was collected in three seasons at depth (of 10 cm plus litter, using a 0.40 m x 0.40 m sample square. The collected samples were placed in wood boxes in greenhouse, during 8 months. It was observed a season average of 5,732 individuals m-2

  2. Estrutura diamétrica da comunidade e das principais populações arbóreas de um remanescente de Floresta Atlântica Submontana (Silva Jardim-RJ, Brasil Diametric structure of a tree community and its main populations in a Sub-montane Atlantic Forest remnant (Silva Jardim-RJ, BraziL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrício Alvim Carvalho

    2009-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a estrutura diamétrica arbórea de um remanescente de Floresta Atlântica Submontana no Município de Silva Jardim, RJ. Foram utilizadas 20 parcelas de 100 x 5 m, em que todas as árvores com DAP > 5 cm foram amostradas. A estrutura diamétrica foi analisada em toda a comunidade e nas principais populações (determinadas segundo o VI, a partir de histogramas com intervalos de classes definidos pela fórmula de Spiegel. A análise também considerou os grupos sucessionais das espécies (pioneiras: PI; secundárias iniciais: SI; e secundárias tardias: ST. As curvas (J-reverso e valores do quociente "q" indicaram ausência de problemas de regeneração das principais populações, a maioria de espécies SI. Entretanto, foi observada tendência de saída de algumas das principais populações de ST (ex. Plathymenia foliolosa e Euterpe edulis, paralelamente à entrada de outras SI. Os resultados complementam as análises florísticas desenvolvidas anteriormente no remanescente, o que indica que a estrutura diamétrica também foi alterada pela fragmentação e pelas perturbações antrópicas pretéritas. Ações coibindo novas perturbações e o enriquecimento através do plantio de mudas das espécies mais afetadas são urgentes, visando à recuperação da qualidade ambiental desse remanescente.This work analyses the tree diametric structure of a Sub-montane Atlantic Forest remnant in Silva Jardim-RJ, Brazil. Twenty 100 m x 5 m plots were established, and all trees with DBH > 5 cm were surveyed. The diametric structure was analyzed for the entire community and its main populations (ordered according to the importance value - VI, using diameter class histograms defined by Spiegel's formula. Species were also grouped within successional categories (Pi: pioneer; SI: early secondary; ST: late secondary. The diametric curves (J-reverse shape and values of Liocourt's 'q' quotient suggested problems involving lack

  3. Ciclo de corte econômico ótimo em floresta ombrófila densa de terra firme sob manelo florestal sustentável, Amazônia Oriental Optimum economic cutting cycle in a terra firme dense ombrophylous forest under sustained management, Eastern Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deoclides Ricardo de Souza

    2004-10-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo estimar o ciclo de corte e o estoque de colheita ótimo, no qual a taxa anual do crescimento da floresta se iguala à taxa anual de juros oferecida pelo mercado de capital. A pesquisa foi conduzida na Unidade de Manejo Florestal (UMF da Fazenda Tracajás (02º35'53"S e 47º47'10"W, empresa Nova Era Agroflorestal, município de Paragominas, Estado do Pará, Brasil. A unidade de manejo florestal foi estratificada em classes I, II e III de estoques volumétricos, empregando-se análises de agrupamento e discriminante. Em cada classe de estoque foram instaladas aleatoriamente cinco parcelas de 100 x 100 m (1,0 ha, para medição dos indivíduos com dap > 15 cm. No centro de cada parcela foi instalada uma subparcela de 10 x 100 m (0,1 ha, para medição dos indivíduos com 5 cm The objective of the present study was to estimate the optimum cutting cycle and harvest stock, where forest annual growing rate equals the annual interest rate offered by the financial market. The research was carried out at the Forest Management Unit (FMU in Tracajás Farm (02º35'53" S and 47º47'10"W, owned by Nova Era Agroflorestal, in Paragominas, Pará, Brazil. The forest was stratified in three homogeneous areas denominated classes of volumetric stock I, II and III, through multivariate analysis (cluster and discriminant analysis. In each of the stock classes, five 100 x 100 m plots (1 ha were randomly set up to measure individuals with dbh > 15cm. In the center of each 100 x 100 m plot, a 10 x 100 m subplot (0,1 ha was installed to measure individuals with 5cm < dbh < 15 cm. In stock class I, the optimum economic cycles were 13, 12, and 8 years; in stock class II, 18, 12 and 12 years; in stock class III, 22, 12 and 14 years, considering an average annual increment of 3,0 m³/ha/year. Higher remuneration rates for the invested capital were verified for the shorter cutting cycles, regardless of the commercial harvest. Higher annual volume

  4. Plantio de Myracrodruon urundeuva Fr. All. (aroeira em área alterada de floresta: desenvolvimento das mudas e restauração florestal. Planting of Myracrodruon urundeuva Fr. All. (aroeira in altered area of forest: seedling development and forest restoration.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Eduardo de Arruda BERTONI

    2007-06-01

    Full Text Available Fragmentos florestais submetidos aalgum tipo de distúrbio têm recuperação lenta oupode até mesmo não ocorrer. Nas bordas ocrescimento indiscriminado de cipós e gramíneasdificultam a regeneração natural. Para acelerar arestauração, muitas vezes é necessária a intervençãohumana. Uma área alterada de floresta foi restauradaatravés de um manejo simples que consistiu nocorte periódico de cipós, gramíneas e combate àsformigas saúvas. Na área a ser restaurada, foramplantadas mudas da espécie arbórea Myracrodruonurundeuva Fr. All. – Anacardiaceae (aroeira, com oobjetivo de avaliar o desenvolvimento e ocomportamento desta espécie quando plantadanuma área em restauração. A regeneração naturalfoi favorecida pelo manejo utilizado, pela presençado banco de sementes de espécies pioneiras nosolo, pelas fontes de dispersão de sementes e pelacoroação das mudas de aroeira plantadas. Comoresultado, no 4o ano após a implantação, inúmerasespécies pioneiras e as aroeiras davam à áreafisionomia de capoeira em franca recuperação.O método utilizado mostrou ser eficiente e práticopara restauração de áreas alteradas, como clareiras ebordas de fragmentos florestais.Forest fragments under some kind ofdisturbance might have a slow recovery rate or itmight not happen. Throughout borders theindiscriminate growth of lianas and grasses turnsdifficult the natural regeneration. Sometimes thehuman intervention is necessary to accelerate therestoration. A disturbed area of forest was restoredthrough a simple management that consisted ofperiodical control of lianas, grasses and leafcuttingant. In this area seedlings of the arborealspecies Myracrodruon urundeuva Fr. All. –Anacardiaceae (aroeira were planted to evaluatethe development and conduct of this specieswhen planted in recovering area. The naturalregeneration of arboreal stratum was acceleratedby the management, presence of seeds bank ofpioneer species in the soil, sources

  5. Florística e estrutura fitossociológica em floresta ombrófila densa submontana na barragem do rio São Bento, Siderópolis, Estado de Santa Catarina = Floristic composition and phytosociological structure in a submontane ombrophilous dense forest at São Bento river dam, Siderópolis, Santa Catarina State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sinara Colonetti

    2009-10-01

    Full Text Available Apresentam-se os resultados de levantamentos florístico e fitossociológico em remanescente de Floresta Ombrófila Densa Submontana circunjacente à barragem do rio São Bento, objetivando fornecer dados primários para ações de restauração e conservação destaformação. A área está localizada no Sul de Santa Catarina, município de Siderópolis. Utilizou-se como área amostral um hectare e foram registrados indivíduos com DAP ≥ 5 cm e quantificados seus descritores estruturais. Foram identificadas 107 espécies, pertencentes a 42 famílias botânicas, totalizando 1.715 indivíduos. As espécies com maiores valores de importância (VI foram Euterpeedulis Mart., Casearia sylvestris Sw. e Bathysa australis (St.-Hil. K. Schum. Entre as espécies identificadas, encontrou-se elevado índice de zoofilia e zoocoria. Pela característica florística eabundância de serapilheira, a área encontra-se em estádio avançado de regeneração natural.Aiming to provide primary data to be used in restoration programs, data from a floristic and phytosociological survey at a Submontane Ombrophilous Dense Forest remnant around São Bento river dam (Siderópolis municipality, Santa Catarina State, southern Brazil are presented. All tree individuals with a diameter at breast height (DBH≥ 5 cm were recorded (1 ha plot. 1,715 individuals belonging to 107 species and 42 botanical families were identified. Euterpe edulis Mart., Casearia sylvestris Sw. and Bathysa australis (St.-Hil. K.Schum. were the species with higher values of structural importance.High index of zoophily and zoochory were registered among the identified species. From the floristic composition and litter abundance, it can be assumed that the studied area corresponds to an advanced stage of natural regeneration.

  6. XIII SBGFA - FITOSSOCIOLOGIA, PRODUÇÃO MENSAL E RETENÇÃO HÍDRICA DA SERRAPILHEIRA EM FRAGMENTO DE MATA ATLÂNTINA: SÃO PEDRO DA SERRA/RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Karina Santos da Costa, Gisele Silva, Jamile Constança Rocha Santos Soutelo Salgado, Ana Valéria Freire Allemão Bertolino, Ana Angélica Monteiro de Barros

    2011-07-01

    Full Text Available Em São Pedro da Serra, distrito de Nova Friburgo/RJ, pequenos produtores rurais vêm substituindo a técnica de pousio pela agricultura convencional em razão das leis ambientais vigentes. A criação da APA de Macaé de cima impôs restrições às práticas agrícolas tradicionais que havia na região. O objetivo deste estudo é avaliar a estrutura fitossociológica de três estádios sucessionais (Pousio I/4-7 anos, Pousio II/10 – 12 anos e Floresta 50 – 70 anos, a produção mensal de serrapilheira e sua capacidade de retenção hídrica para investigar a sustentabilidade dessa prática agrícola. A estrutura do componente arbóreo foi determinada através da delimitação de três parcelas em cada sistema, totalizando 480 m2. Em cada área foram plaqueados todos os indivíduos com DAP (diâmetro à altura do peito, ou a 1,3m do solo ≥ a 5 cm. Para quantificar a produção mensal da serrapilheira, foram colocadas cinco caixas coletoras com 0,50 m2 em cada sistema (Proctor,1983. A capacidade de retenção hídrica foi realizada através da coleta de cinco amostras sazonais, em cada sistema, com um quadrado de ferro de 0,25 m2 (Vallejo,1982. Os resultados demonstram a presença de sete diferentes espécies no POI e POII, com a mesma espécie dominante (Machaerium stipitatum, diferindo apenas na sua representatividade em cada sistema com 35% no primeiro e 69% no segundo. Em FL a família Rubiaceae apresentou o maior número de indivíduos (54,3%. Das espécies exclusivas em cada área temos Croton floribundus em PO I, Solanum Argenteum em PO II e Guapira opposita em FL.Com relação a retenção hídrica, observou-se que FL apresentou maior capacidade (33,18%,seguido de POII (26,52% e POI (20,38% na estação outono. O comportamento se repete no inverno, com FL (38,47%, seguido de POII ( 36,75% e POI (32,13%. A produção mensal de serrapilheira em FL apresentou maior média (19,77g, depois POI (14,99g e POII (10g. Em relação a

  7. O conflito está no ar: povos da floresta e espoliação sob o capitalismo verde

    OpenAIRE

    Paula, Elder Andrade de; UFAC – Universidade Federal do Acre. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Rio Branco – Acre – Brasil. 69.920-900; Morais, Maria de Jesus; UFAC – Universidade Federal do Acre. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Rio Branco – Acre – Brasil. 69.920-900

    2013-01-01

    O ano de 2011 foi marcado por dois eventos que traduzem com razoável clareza os conflitos em torno da apropriação dos bens naturais sob a insígnia do capitalismo verde. O primeiro foi marcado pela designação, por parte da ONU, de ano internacional das florestas e, a publicação de dois documentos de autoria da FAO e ITTO que apresentam de forma mais acabada as diretrizes para a exploração sustentável das florestas. Além da extração de madeiras e produtos da biodiversidade, institui o Pagamento...

  8. A Floresta e o Jardim no Brasil do Século XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange de Aragão

    2013-07-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é colocar em discussão o processo cultural de transformação da paisagem brasileira no século XIX a partir da destruição de amplas áreas florestadas para cultivo, criação de gado, exploração de minérios e coleta de determinadas espécies da flora e da fauna. Por outro lado, procura-se demonstrar a concomitante difusão e transformação do jardim da casa brasileira, que se europeíza no momento em que a floresta se torna símbolo do nacionalismo – jardim este cultivado não apenas na área urbana, mas também junto às construções implantadas nas áreas desmatadas da floresta. Para isto, adotamos como ponto de partida obras como A ferro e fogo: a história e a devastação da mata atlântica brasileira (1996, de Warren Dean, e Sobrados e mucambos e Nordeste (1936, de Gilberto Freyre, considerando ainda, na análise, os relatos de viagem do século XIX e textos da literatura brasileira que tratam da transformação da paisagem neste período.

  9. A Amazônia na Rio+20: as discussões sobre florestas na esfera internacional e seu papel na Rio+20

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joana Bezerra

    Full Text Available As florestas apresentam uma situação única e muitas vezes contraditória na esfera internacional. Tema transversal, inerente às principais discussões ambientais e sociais atuais, o regime de florestas não apresenta um documento internacional de leis vinculativas. A situação do tema na Rio+20 também foi contraditória, já que apesar de perpassar os temas discutidos, as florestas não fizeram parte da agenda oficial do evento. No entanto, o momento de mudanças vivido no Brasil contribuiu para que o tema, em particular a Amazônia, fosse exaustivamente discutido em eventos paralelos. Quatro questões dominaram o debate - a construção de Belo Monte, o desmatamento, as unidades de conservação e o código florestal - evidenciando o papel central da Amazônia não apenas no Brasil, mas também na esfera internacional. O objetivo deste artigo é apresentar uma análise dessa qualidade singular do tema florestas na agenda ambiental internacional e o papel da Amazônia no encontro das Nações Unidas.

  10. Emissão e estoque de carbono do solo sob efeitos de borda e extração de madeira em áreas de floresta na Amazônia central

    OpenAIRE

    Abreu, Patrícia Maria Sousa de

    2010-01-01

    As mudanças ambientais causadas pela fragmentação florestal podem modificar o fluxo de carbono de um ecossistema florestal e contribuir para maiores emissões de dióxido de carbono (CO 2 ) para a atmosfera. Considerando que o solo possui um grande estoque de carbono (138 Gt de carbono até 8 m de profundidade na Amazônia Legal), a emissão desse carbono em forma de CO 2 poderia acelerar as mudanças climáticas. Para melhor compreender o efeito de borda e da extração de madeira sobr...

  11. Fenologia de Psychotria nuda e P. Brasiliensis (Rubiaceae em uma área de Floresta Atlântica no sudeste do Brasil Phenology of Psychotria nuda and P. brasiliensis (Rubiaceae in an area of the Atlantic Forest, Southeast of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisângela Medeiros de Almeida

    2000-12-01

    Full Text Available Este estudo descreve os padrões fenológicos de duas espécies simpátricas, Psychotria nuda e P. brasiliensis, comparando-as quanto à fenologia e à distribuição espacial e relacionando os eventos fenológicos a fatores abióticos (pluviosidade, temperatura e fotoperíodo e bióticos (freqüência de polinizadores e de frugívoros. O estudo foi realizado entre agosto/1998 e julho/1999 em uma área de Floresta Atlântica pouco perturbada antropicamente, na Ilha Grande, RJ. Foram feitas observações mensais das fenofases, dos visitantes florais e dos consumidores de frutos de ambas as espécies estudadas. A emissão foliar de P. nuda e de P. brasiliensis ocorreu de novembro/1998 a maio/1999, havendo correlação positiva significativa desta fenofase com o fotoperíodo, com a pluviosidade média (normais climatológicas e com a temperatura média (normais climatológicas para ambas as espécies. O período de floração ocorreu entre março e junho/1999 para P. nuda e entre abril e julho/1999 para P. brasiliensis. As flores das duas espécies de Psychotria foram visitadas principalmente por uma espécie de beija-flor, Thalurania glaucopis, cujos machos foram os visitantes florais mais comuns em P. nuda com 47,2% (n=682 das visitas, e as fêmeas em P. brasiliensis com 85,1% (n=1869 das visitas. As duas espécies vegetais floresceram no mesmo período, compartilharam as mesmas espécies de polinizadores, mas não necessariamente devem competir por este recurso, rejeitando-se, portanto, a hipótese do compartilhamento do polinizador. O período de frutificação ocorreu ao longo de todo o ano para as duas espécies. A espécie de ave Lipaugus lanioides (Cotingidae foi o consumidor de frutos mais freqüente em P. brasiliensis. Ambas as espécies de plantas estudadas tiveram padrão de distribuição espacial do tipo agregado e foi evidenciada reprodução vegetativa para um indivíduo de P. nuda. Este estudo sugere que ambas as espécies de

  12. Communal egg laying by Gonatodes humeralis (Sauria, Gekkonidae in Manaus primary and secondary forest areas Desovas comunais de Gonatodes humeralis (Sauria, Gekkonidae em áreas de floresta primária e secundária de Manaus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Welton Yudi ODA

    2004-01-01

    Full Text Available Communal nesting has been registered for a number of lizard species at different sites. Here it is described communal egg laying of Gonatodes humeralis at different sites near and in human buildings in the period between 1990 and 1998. All these communal nests have been found in the dry season, between April and July, suggesting that the nests of are more common in this season, when the activity of their predators is less intense and the reduction of humidity diminish the decomposition action of the fungi that may kill the eggs.Desovas comunais tem sido registradas para inúmeras espécies de lagartos em diferentes regiões. Neste estudo, estão descritas desovas comunais de Gonatodes humeralis em diferentes localidades próximas, no interior de construções humanas no período entre 1990 e 1998. Todas estas desovas comunais foram encontradas na estação seca, entre abril e julho, sugerindo que estas desovas são mais comuns neste período, quando a atividade dos predadores é menos intensa e a redução da umidade diminui a ação decompositora dos fungos que pode matar os ovos.

  13. Carbon sink potential of multistrata agroforestry systems at Atlantic Rain Forest Potencial de sistemas agroflorestais multiestrata para sequestro de carbono em áreas de ocorrência de Floresta Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Cláudio Maranhão Froufe

    2011-06-01

    Full Text Available

    Carbon storage of agroforestry systems, regenerated areas, conventional agriculture and pasture was evaluated at Alto Ribeira Valley region, São Paulo State, Brazil, in different compartments of Land-use systems (LUS. In soil, classified as Entisols and Inceptisols, we found similarities among all LUS, dued to their low contents of organic carbon, and similar values of bulk density. The total carbon stocked on land-use systems, greater amounts were determined on regenerated areas (115.78 Mg ha-1, followed by agroforestry systems (75.38 Mg ha-1, agriculture (47.07 Mg ha-1, and pasture (36.01 Mg ha-1. Despite their conservative characteristic, the silvicultural practices of multistrata agroforestry systems have to be improved for forest production and carbon sequestration.

    doi: 10.4336/2011.pfb.31.66.143

    Foi avaliado o estoque de carbono no solo, serapilheira, biomassa arbórea e biomassa herbácea de SAFs multiestratos, em comparação a capoeiras em diferentes estágios de regeneração, sistemas agrícolas convencionais e pastagem, todos na região do Alto Vale do Ribeira, SP. Nos Neossolos e Cambissolos, com baixos teores de carbono orgânico e similaridade dos valores de densidade aparente, as capoeiras contribuíram com 115,78 Mg ha-1 de carbono total estocado, seguidas dos SAFs (75,37 Mg ha-1, das áreas agrícolas (47,07 Mg ha-1 e das pastagens (36,01 Mg ha-1. Apesar do grande potencial de sequestro de carbono dos SAFs, há necessidade de melhoria em suas práticas silviculturais.

    doi: 10.4336/2011.pfb.31.66.143

  14. Floristic composition and diversity of Amazonian rainforest bryophytes in the state of Acre, Brazil Composição florística e diversidade de briófitas em floresta no estado do Acre, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Pinheiro da Costa

    2003-01-01

    Full Text Available Bryophyte diversity in Amazonian Brazil is high, presently recorded at 514 species distributed among 36 families and 89 genera. Comparisions of species richness among the Amazonian states of Brazil suggests that the bryoflora of Acre is still underestimated, presently recorded at 106 species distributed among 33 families and 63 genera. After two field trips, the diversity increased 50% showing that the bryoflora is still poorly known. Collection data and comments on morphology, ecology and distribution are given for sixty-two species of bryophytes collected in the state of Acre, Brazil, which are new (fifty-two species or interesting floristic records (ten species. Microlejeunea crenulifolia (Gottsche Steph. and Stictolejeunea balfourdii Mitt. are new records for Brazil and fifty species are new records for Acre.A diversidade de briófitas na região Amazônica brasileira é alta, sendo citado atualmente, 514 espécies, em 36 famílias e 89 gêneros. Comparações entre a riqueza de espécies dos estados da Amazônia brasileira sugerem que a brioflora do Acre ainda é subestimada, contando atualmente com 106 espécies, distribuídas em 33 famílias e 63 gêneros. Após duas excursões científicas, a diversidade para o estado aumentou em 50 %, demonstrando que a brioflora ainda é pouco conhecida. Dados sobre a morfologia, ecologia e distribuição geográfica são apresentados para sessenta e duas espécies de briófitas coletadas no estado do Acre, Brasil, as quais são registros florísticos novos (cinquenta e duas espécies ou interessantes (dez espécies. Microlejeunea crenulifolia (Gottsche Steph. e Stictolejeunea balfourdii Mitt. são citadas pela primeira vez para o Brasil e cinquenta espécies são novas ocorrências para o estado do Acre.

  15. Influência da distância da borda e do adensamento foliar sobre a abundância de plantas pioneiras em um fragmento de floresta tropical submontana na Estação Ecológica de Wenceslau Guimarães (Bahia, Brasil Influence of edge distance and leaf density on the abundance of pioneer plants in a patch of tropical submontane forest in the Ecological Station of Wenceslau Guimarães (Bahia, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dary Moreira Gonçalves Rigueira

    2012-03-01

    Full Text Available Efeitos de borda são modificações nos parâmetros físicos, químicos e biológicos observados na área de contato da margem da floresta com a matriz circundante, sendo a disponibilidade de luz um fator crucial para o seu desencadeamento. O objetivo do estudo foi avaliar a influência da disponibilidade de luz sobre a abundância de espécies pioneiras no interior de fragmentos de uma floresta tropical submontana, no município de Wenceslau Guimarães, Bahia. Os resultados mostram uma redução da abundância de espécies pioneiras com o aumento da distância em relação à borda, sendo explicada pelo aumento do adensamento foliar, e conseqüente diminuição da disponibilidade de luz a partir de 30 metros de distância da borda. O entendimento deste padrão se mostra satisfatório ao explicar a distribuição de plantas pioneiras em paisagens fragmentadas, sendo útil no desenvolvimento de estratégias de gestão visando o manejo adequado da paisagem.Edge effects are changes in physical, chemical and biological parameters observed in the area of contact of the forest edge with the surrounding matrix. Light availability is the crucial trigger factor. The aim of this study was to assess the influence of light availability on abundance of pioneer plant species in a fragment of a tropical submontane forest, in the municipality of Wenceslau Guimarães, Bahia, Brazil. The results showed reduced abundance of pioneer species as edge distance increased. This can be explained by increased leaf density, and consequently reduction of light availability as of 30 meters from the edge in the various forest strata. This pattern explains the distribution of pioneer plants in fragmented landscapes, and is useful in the development of management strategies such as proper management of the landscape.

  16. Ex-ante greenhouse gas balance of agriculture and forestry development programs Balanço ex-ante dos gases do efeito estufa nos programas de desenvolvimento na agricultura e em florestas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martial Bernoux

    2010-02-01

    expressos em CO2-eq por hectare e por ano. O resultado principal da ferramenta é uma estimativa do balanço de CO2-eq associados à adoção de opções de melhoria do manejo da terra, em comparação com um cenário chamado de "business as usual". EX-ACT foi desenvolvida usando principalmente as recomendações de 1996 para estabelecer os inventários nacionais de GEE (Guidelines for National Greenhouse Gas Inventories IPCC, 2006 complementada por outras metodologias existentes e coeficientes padrão especificos quando disponíveis. Os valores padrão para as opções de mitigação no setor agrícola são na sua maioria provenientes do 4º Relatório de Avaliação do IPCC (2007. Assim, EX-ACT estima o balanço de C dos novos programas de investimentos, garantindo um método adequado e disponível para financiadores e agentes de planejamento, projetistas, e governantes para os setores da agricultura e da silvicultura nos países em desenvolvimento. A ferramenta também pode ajudar a identificar os impactos de atenuação de opções possíveis em vários projetos de investimento, e assim fornecer um critério adicional para escolhê-las como parte dos projetos.

  17. Species richness of pteridophytes in a montane Atlantic rain forest plot of Southern Brazil Riqueza específica de pteridófitas em uma área de Floresta Ombrófila Densa montana no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius Antonio de Oliveira Dittrich

    2005-09-01

    Full Text Available A floristic survey of pteridophytes (ferns and fern allies was carried out in a 1ha plot in the Pico do Marumbi State Park, Morretes, State of Paraná, Southern Brazil. The study area is covered with a closed ombrophilous forest (Brazilian Atlantic Forest and lies approximately 630 m in elevation. All species and life-forms of pteridophytes growing in the plot were registered and most of them were collected for taxonomic identification. A total of 81 species, belonging to 17 families were registered. The richest were Polypodiaceae (12 species, Hymenophyllaceae (11 and Lomariopsidaceae (11. The richest genera were Asplenium (ten species, Elaphoglossum (10 and Trichomanes (six. Life-form composition was: epiphytes (49 species, terrestrials (28, lithophytes (two, epiphytes/terrestrials/lithophytes (one and epiphytes/lithophytes (one. No hemiepiphytes were found. Terrestrials included herbaceous (22 species, arborescent (four and climbing (two. Species richness of the plot can be considered as high when compared to other neotropical sites.Um inventário florístico de pteridófitas (samambaias e grupos aparentados foi realizado em uma área de 1ha (100×100 m no Parque Estadual Pico do Marumbi, município de Morretes, Estado do Paraná, Brasil. A área de estudo é coberta por Floresta Ombrófila Densa Montana e situase a aproximadamente 630 m de altitude. Todas as espécies e formas de vida de pteridófitas ocorrentes no interior da área foram registradas e a maioria foi coletada para determinação específica. No total, 81 espécies pertencentes a 17 famílias foram registradas. As famílias mais ricas foram Polypodiaceae (12 espécies, Hymenophyllaceae (11 e Lomariopsidaceae (11. Os gêneros mais ricos foram Asplenium (dez espécies, Elaphoglossum (dez e Trichomanes (seis. A composição por forma de vida foi: epífitas (49 espécies, terrícolas (28, rupícolas (duas, epífitas/terrícolas/rupícolas (uma e epífitas/rupícolas (uma. Nenhuma

  18. Fitossociologia e uso múltiplo de espécies arbóreas em floresta manejada, comunidade Santo Antônio, município de Santarém, estado do Pará Phytosociology and multiple use of forest species in a logged forest in Santo Antonio community, municipality of Santarém, Pará state

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Santos de Almeida

    2012-06-01

    Full Text Available Avaliou-se a fitossociologia de floresta manejada em lotes de comunitários da Comunidade Santo Antônio no Assentamento Moju I e II, município de Santarém, Amazônia brasileira. Foram instaladas 12 parcelas de 50 m x 200 m (1 por lote anotando-se indivíduos com CAP ≥ 157,1 cm (nível 3 de inclusão; 12 sub-parcelas de 50 m x 50 m, para os indivíduos com 94,2 cm ≤ CAP The forest potential was evaluated in the logged area in the Moju I and II Settlement, located at a secondary road near km 124 of the BR 163 highway, in the municipality of Santarém, Brazilian Amazonia. Twelve 50 m x 200 m plots were established in a 12 ha sample area, in which all trees CPH (circumference 1.3 m above ground > 157.5 cm were recorded; twelve 50 m x 50 m subplots in which individuals 94.2 cm ≤ CAP < 157.1 cm were recorded; and twelve 50 m x 25 m subplots for measuring individuals 31.4 cm ≤ CAP < 94.2 cm. A total of 1227 trees from 175 species and 38 families were recorded in the forest sample. Higher number of species was found in Fabaceae and genus Inga was the richest. Diversity Shannon index (H' was 4.39 and Evenness index (J was 0,85. The analysis of VIA showed that remain forest keeps a stock of timber and non-timber potential species for using by the community. Carapa guianensis, Caryocar villosum, Brosimum parinarioides, Aniba canellila, Bowdichia virgilioides and Andira surinamensis can be suggested to be removed from the timber harvesting list, thus improving community economic return. Manilkara huberi and Carapa guianensis were the species with more expressive timber and non-timber uses, respectively, according to the present market and the potential of known uses; so it will be very interesting that these characteristics can be taking into consideration during the elaboration of plans and management of the forest.

  19. Composição florística da vegetação arbórea de um trecho de floresta estacional semidecídua em Viçosa, Minas Gerais, e espécies de maior ocorrência na região Floristic composition of trees in a seasonal semidecious forest in Viçosa, Minas Gerais, and species of greater ocurrence in the region

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walnir Gomes Ferreira Júnior

    2007-12-01

    Full Text Available É grande a demanda por estudos ecológicos em florestas que possam embasar trabalhos de recuperação, conservação da biodiversidade e apoio à legislação ambiental. Entre esses estudos, primordialmente está o levantamento da flora. Nesse sentido, este trabalho teve como objetivo determinar a composição florística de um trecho da Reserva da Biologia, em Viçosa, MG, em regeneração natural há 80 anos, bem como realizar uma análise comparativa com outros trabalhos conduzidos na região, fornecendo, assim, informações que poderão embasar estudos sobre recuperação e conservação da biodiversidade dos fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual. Os dados florísticos foram obtidos mediante a amostragem fitossociológica em 1 ha, pelo método de parcelas contíguas, em que todos os indivíduos arbóreos com circunferência de tronco >15 cm a 1,30 m do solo foram amostrados. Registraram-se 130 espécies, distribuídas em 94 gêneros, pertencentes a 38 famílias botânicas. A análise desses dados conjuntamente com de outros levantamentos realizados em trechos distintos da Reserva da Biologia, no campus da UFV, denota a marcante influência de variáveis ambientais locais (topografia, declividade, face de exposição solar e disponibilidade hídrica na distribuição da riqueza florística desse fragmento. Casearia decandra, Guapira opposita, Apuleia leiocarpa, Dalbergia nigra, Jacaranda macratha, Matayba elaeagnoides, Piptadenia gonoacantha, Bathysa nicholsonii, Carpotroche brasiliensis, Luehea grandiflora, Mabea fistulifera, Ocotea odorifera, Sorocea bonplandii e Zanthoxylum rhoifolium foram as espécies de maior ocorrência nos fragmentos estudados na região de Viçosa e adjacências, apresentando potencial para uso na recuperação florestal de áreas degradadas.There is a great demand for ecological studies on forests focusing on biodiversity conservation and establishment of environmental laws. The major need, however, is

  20. Dispersão de diásporos e ecologia morfofuncional de plântulas de espécies de um fragmento de Floresta Atlântica em Dois Irmãos, Recife–PE. Propagule dispersion and morphofunctional seedling ecology of species in an Atlantic Forest fragment in Dois Irmãos, Recife–PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diogenes José Gusmão COUTINHO

    2012-06-01

    Full Text Available Trabalhos sobre dispersão de frutos e sementes e aspectos morfofuncionais de plântulas podem fornecer informações essenciais no esclarecimento de questões ligadas à sucessão ecológica, além de contribuir nos trabalhos de inventário, conservação e regeneração de ecossistemas naturais, uma vez que contribuem para a compreensão das funções das estruturas morfológicas nos processos de desenvolvimento e estabelecimento das plantas. Diante do exposto, a presente investigação objetivou levantar as síndromes de dispersão e a morfofuncionalidade de plântulas de espécies de fanerógamos de um fragmento de Floresta Atlântica em Dois Irmãos, Recife–PE. O levantamento das espécies e coleta de material fértil foi feito pelo método do caminhamento, entre o período de janeiro de 2008 e agosto de 2011. As espécies foram demarcadas com fitas e acompanhadas quanto à produção de frutos e sementes para determinação da síndrome de dispersão e posterior germinação, visando à obtenção das plântulas. Também foram feitas observações de campo para identificação das sementes germinadas e plântulas encontradas na serrapilheira. A caracterização da síndrome de dispersão e morfofuncionalidade de plântulas foram feitas através de observações em campo e literatura. Foram levantadas 85 espécies, distribuídas em 19 famílias e 60 gêneros. Quanto ao hábito, 63,85% das espécies são árvores, 16,86% são arbustos, 14,45% são trepadeiras e 7,22% são ervas. A síndrome de dispersão mais frequente foi a zoocoria (66,66%, seguida da autocoria (18,84% e anemocoria (13,05%. O padrão de morfofuncionalidade de plântulas predominantes foi o fanerocotiledonar-epígeo com cotilédones do tipo foliáceo, semelhante ao padrão descrito na literatura para as florestas tropicais úmidas não inundáveis. Papers on fruit and seed dispersal and seedling morphofunctional aspects can provide essential information to clarify issues

  1. Prospeção de inibidores de serinoproteinases em folhas de leguminosas arbóreas da floresta Amazônica Prospecting serine proteinase inhibitors in leaves from leguminous trees of the Amazon forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Ramos Chevreuil

    2011-03-01

    Full Text Available Os inibidores de proteinases são proteínas extensivamente investigadas nos tecidos de estocagem, mas pouco prospectadas em outros tecidos vegetais. O objetivo deste estudo foi detectar a presença de inibidores de serinoproteinases em extratos foliares de quinze espécies de leguminosas arbóreas da Amazônia. As espécies estudadas foram: Caesalpinia echinata, C. ferrea, Cedrelinga cateniformis, Copaifera multijuga, Dinizia excelsa, Enterolobium contortisiliquum, E. maximum, E. schomburgkii, Leucaena leucocephala, Ormosia paraensis, Parkia multijuga, P. pendula, P. platycephala, Swartzia corrugata e S. polyphylla. Folhas foram coletadas, secas a 30ºC durante 48 h, trituradas e submetidas à extração com NaCl (0,15 M, 10% p/v resultando no extrato total. Ensaios foram executados para determinar a concentração de proteínas e detectar a atividade inibitória contra a tripsina e quimotripsina bovina. Os teores de proteínas bruta e solúvel nos extratos foliares variaram de 7,9 a 31,2% e 1,3 a 14,8%, respectivamente. A atividade inibitória sobre a tripsina e quimotripsina foi observada em todos os extratos foliares. Contudo, nos extratos de E. maximum, L. leucocephala, P. pendula, S. corrugata e S. polyphylla a inibição foi maior sobre a tripsina, enquanto o extrato de P. multijuga foi mais efetivo contra a quimotripsina. Nós concluímos que nos extratos foliares de leguminosas arbóreas têm inibidores de serinoproteinases e exibem potencial aplicações biotecnológicas.The proteinase inhibitors are proteins extensively investigated in tissue storage, but few prospected in other plant tissues. The aim of this study was to detect the presence of serine proteinase inhibitors in leaf extracts from fifteen species of leguminous trees of the Amazon forest. The species studied were Caesalpinia echinata, C. ferrea, Cedrelinga cateniformis, Copaifera multijuga, Dinizia excelsa, Enterolobium contortisiliquum, E. maximum, E. schomburgkii

  2. Community of male Euglossini bees (Hymenoptera: Apidae in a secondary forest, Alcântara, MA, Brazil Comunidade de machos de Euglossini (Hymenoptera: Apidae em floresta secundária, Alcântara, MA, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. M. S. de BRITO

    2001-11-01

    Full Text Available From September, 92 to August, 93 bee sampling was done in a secondary forest near the Pepital River, in Alcântara, MA, in order to study the local Euglossini fauna. Five aromatic compounds were used: eucaliptol, eugenol, methyl salicylate, vanillin, and benzoate. Four hundred sixty-seven male Euglossini bees were captured, distributed in 4 genus and 19 species. Euglossa was the most abundant and with high diversity (302 specimens and 14 species, followed by Eulaema (121; 3, Eufriesea (41; 1, and Exaerete (3; 1. The species which more frequently visited the bait were Euglossa piliventris (141 specimens; 30.19%, Euglossa cingulata (113; 24.21%, Euglossa ignita (45; 9.64%, Eufriesea pulchra (41; 8.78%, and Euglossa gaianii (33; 7.07% corresponding to 79.88% of the sampling universe. The bees were active throught the year, however during the rainy season more activity and diversity were observed. The most attractive essence was eucaliptol (44.32% specimens and 84.21% species. In spite of this study having been done in a forest fragment, a secondary vegetation area smaller than other areas studied in Maranhão, it showed a significant diversity rate. This result reinforces the importance of fragments in the conservation of local bee communities.De setembro/92 a agosto/93, foram feitas coletas em uma área de vegetação secundária, próxima ao rio Pepital, Alcântara, MA, com o objetivo de conhecer a fauna de Euglossini local. Foram coletados 467 machos, 4 gêneros e 19 espécies. Euglossa foi o gênero mais abundante e com maior número de espécies (302 indivíduos, 14 espécies, seguido de Eulaema (121; 3, Eufriesea (41; 1 e Exaerete (3; 1. As espécies que mais se destacaram em visita às iscas-odores foram: Euglossa piliventris (141 ind.; 30,19% do total de abelhas coletadas, Eulaema cingulata (113; 24,21%, Euglossa ignita (45; 9,64%, Eufriesea pulchra (41; 8,78% e Euglossa gaianii (33; 7,07% representando 79,88% do universo amostral. Foram

  3. A floresta das adivinhas…ou os meandros da interacção social entre as crianças no jardim de infância em torno dos livros ilustrados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manuela Ferreira

    2014-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1980-4512.2014n29p3 Com base num episódio interactivo retirado das notas de campo do trabalho etnográfico realizado com um grupo de 10 crianças entre os 5 e os 6 anos de idade, em contexto de jardim de infância (JI, este artigo mobiliza contributos da Sociologia da Infância para dar conta dos usos sociais que as crianças fazem dos livros ilustrados, quando os utilizam por iniciativa própria, e dos modos como i evidenciam a sua agência na construção de uma identidade social no e do grupo; ii ressignificam simbolicamente os livros ilustrados, objectos da produção cultural adulta destinada às crianças; iii são usados simbólica e estrategicamente nas relações de poder e sociabilidade que no seu seio se jogam. Ao redefinir o livro ilustrado como objecto de uso por parte das crianças, visa-se contribuir para a consciencialização da necessidade de i reavaliar o papel do livro no quotidiano dos tempos e espaços do JI; ii reavaliar as práticas de uso do livro ilustrado com crianças, em contexto institucional; iii reconfigurar o livro como objecto cultural produtor de sentidos intersubjectivos; iv reconfigurar o livro ilustrado como objecto de transacções sociais e apropriações culturais por parte das crianças que o usam, no grupo de pares; e, finalmente, v rever as concepções de infância que presidem à escolha e selecção dos materiais impressos que são disponibilizados para uso das crianças. Palavras-Chave: Jardim de infância; interacção social; literatura.

  4. Leaf structure, microanalysis and characterization of the latex protein profile of Pachystroma longifolium (Nees I.M. Jonhst. (Euphorbiaceae in a seasonally dry Atlantic Forest Estrutura foliar, microanálise e caracterização do perfil protéico do látex de Pachystroma longifolium (Nees I.M. Jonhst. (Euphorbiaceae em uma Floresta Atlântica semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Rodrigues Rabelo

    2011-03-01

    Full Text Available Pachystroma longifolium is an evergreen species of Euphorbiaceae that occurs in tabuleiro forest, a type of lowland Atlantic Forest. The site chosen for this study was a fragment of tabuleiro forest that has a history of being selectively logged for timber. P. longifolium is very successful at colonizing disturbed areas in this forest fragment in comparison with preserved fragments. In the present work, which was based on using different microscopy (electron and light microscopy, X-ray analysis and biochemistry techniques, we describe the leaf and latex traits of P. longifolium and their role as defense mechanisms against desiccation and herbivory. Our results suggest the richness of P. longifolium populations, in the disturbed forest area studied, is primarily a consequence of unpalatable leaves because of an abundance of calcium oxalate crystals in the subjacent epidermis; the presence of phenolic compounds in the adaxial surface; and a laticifer system that contains a complex mixture of proteins, which provides resistance to herbivores. In addition, this species is resistant to desiccation during dry periods because of an extensive amount of wax that occurs on the outer cell walls of the epidermis, and its ability to retain water because of a biseriate epidermis.Pachystroma longifolium é uma espécie perenifólia de Euphorbiaceae presente na floresta de tabuleiros, uma formação de floresta estacional semidecidual de terras baixas da Mata Atlântica. A área de estudo é um fragmento de floresta de tabuleiros com histórico de corte seletivo de madeira, na qual P. longifolium apresenta grande sucesso na colonização de áreas perturbadas em comparação com outras áreas mais preservadas dentro deste fragmento. No presente trabalho nós caracterizamos a estrutura foliar e látex de P. longifolium e sua importância como mecanismos de defesa contra dessecação e herbivoria a partir de diferentes técnicas de microscopia (microscopia eletr

  5. N availability and mechanisms of N conservation in deciduous and semideciduous tropical forest legume trees Disponibilidade de N e mecanismos de conservação de N em leguminosas arbóreas decíduas e semidecíduas de floresta tropical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia da Silva Lima

    2006-09-01

    Full Text Available Prior to abscission, nutrients are redeployed from leaves and redistributed to other parts of the plant. Data comparing nutrient resorption to soil fertility and leaf life span remains controversial in the literature. We compared nitrogen (N conservation mechanisms among four legume trees with different leaf life spans (Hymenaea courbaril L. var. stilbocarpa (Hayne Lee et Lang., Lonchocarpus guilleminianus (Tul. Malme, Enterolobium contortisiliquum (Vell. Morong and Peltophorum dubium (Spreng. Taub., from a semideciduous tropical forest, remnant of the Atlantic Forest. We hypothesized that these mechanisms differ among the four species and are affected by their leaf life span and by the availability of N, both as a mineral in the soil and, in the case of L. guilleminianus and E. contortisiliquum, from symbiotic nitrogen fixation (SNF, as these species form associations with rhizobia. The plants were grown in a greenhouse using pots filled with forest soil, enriched (50 or 100 mg of NH4NO3 plant-1week-1 or not with nitrogen. H. courbaril, a semideciduous tree, without SNF, and with the highest leaf life span, presented the greatest N-resorption efficiency (NRE, N-resorption proficiency (NRP and N-use efficiency (NUE. Increase in soil N and the presence of symbiotic N fixation led to a decrease in NRE, NRP and NUE.Antes da abscisão, os nutrientes são removidos das folhas e redistribuídos para outras partes da planta. Quando se relaciona o reaproveitamento de nutrientes à fertilidade do solo, ou à longevidade foliar, os dados da literatura são controversos. Foram comparados mecanismos de conservação de nitrogênio (N em quatro leguminosas arbóreas (Hymenaea courbaril L. var. stilbocarpa (Hayne Lee et Lang., Lonchocarpus guilleminianus (Tul. Malme, Enterolobium contortisiliquum (Vell. Morong e Peltophorum dubium (Spreng. Taub., com longevidades foliares diferentes, de uma Floresta Semidecídua, remanescente da mata Atlântica. O objetivo do

  6. Fenologia, morfologia floral e visitantes de Psychotria brachypoda (Müll. Arg. Britton (Rubiaceae em uma área de Floresta Atlântica, Sudeste do Brasil Phenology, floral morphology and visitors of Psychotria brachypoda (Müll. Arg. Britton (Rubiaceae in Atlantic Forest, southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Coutinho Nery Fonseca

    2008-03-01

    Full Text Available No presente estudo foram descritos o padrão fenológico, biologia floral, visitantes florais mais freqüentes e taxa de formação de frutos de Psychotria brachypoda, em uma área de Floresta Atlântica. O padrão de floração foi anual e intermediário, ocorrendo entre agosto e janeiro. A produção de frutos maduros ocorreu de março a julho/2004 e de fevereiro a maio/2005. O comprimento e o diâmetro da corola das flores brevistilas foram maiores que das longistilas. Apesar de não ter havido hercogamia recíproca exata, houve sobreposição entre as alturas dos estigmas das flores longistilas com os estames das brevistilas e vice-versa. O néctar apresentou maior concentração média de açúcares às 06:30 h (33% e menor às 14:30 h (26%. Flores cujo néctar foi coletado ao longo do dia produziram em média três vezes mais néctar que as flores que tiveram o néctar coletado apenas no final do dia. Foram encontrados 24 indivíduos brevistilos e 25 longistilos, indicando que a população é isoplética. Os principais visitantes florais foram machos e fêmeas do beija-flor Thalurania glaucopis, abelhas da tribo Trigonini e do gênero Euglossa, três espécies de lepidópteros, um díptero e um coleóptero. Houve formação de frutos verdes em 13,3% do total de flores marcadas e a taxa de produção de frutos foi similar entre os morfotipos florais. É provável que o principal polinizador de P. brachypoda seja o beija-flor T. glaucopis porque ele visita com freqüência muitas flores de diferentes indivíduos, provavelmente transferindo pólen entre eles.In this paper, the phenological pattern, floral biology, most frequent floral visitors and fruit set of Psychotria brachypoda are described. This study was carried out in Atlantic forest from October 2003 to September 2005. Flowering was annual and intermediate, occurring from August to January. Mature fruit production occurred from March to July 2004 and from February to June 2005

  7. Padrões espaciais e ecológicos de espécies arbóreas refletem a estrutura em mosaicos de uma floresta subtropical Spatial and ecological patterns of tree species reflect patch dynamics of a subtropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Copatti Loregian

    2012-09-01

    Full Text Available A abundância e distribuição espacial das espécies podem ser reflexos das necessidades do seu nicho ecológico, além de reflexos das variações ambientais no tempo e espaço. Os objetivos do presente trabalho foram analisar a distribuição espacial e grupos ecológicos das espécies arbóreas em um remanescente de floresta subtropical e avaliar a interferência destes padrões sobre métricas de riqueza e diversidade. Os padrões espaciais foram avaliados considerando uma área amostral de 1 ha dividida em unidades amostrais contíguas de 10 x 10 m, onde todos os indivíduos com perímetro à altura do peito > 15 cm foram amostrados. A descrição dos padrões foi obtida por meio de correlogramas (índice I de Moran, considerando diversas classes de distância, índices de agregação e diagramas de superfície. A co-ocorrência entre espécies foi analisada por meio de índices de associação espacial. A maioria das espécies apresentou distribuição agrupada e com autocorrelação espacial positiva, sobretudo para as menores classes de distância, indicando a formação de pequenos grupos de indivíduos. Da mesma forma, 17 espécies apresentaram associações espaciais (co-ocorrências, formando densos agrupamentos e, embora não tenham interferido sobre a riqueza específica, Casearia sylvestris e Ocotea diospyrifolia diminuíram a equabilidade em alguns setores da área. Espécies tolerantes à sombra apresentaram-se associadas, bem como, espécies dependentes de luz, indicando que a dinâmica de mosaicos pode interferir diretamente sobre a distribuição das espécies, sobretudo pela limitação de dispersão.The abundance and spatial distribution of species may reflect on niche requirements, interactions among individuals and across as time and space. In this way, the aims of this work were to analyze tree species distribution and ecological groups in a remnant of subtropical forest to evaluate the interference of such patterns

  8. Plant succession in a forest on the Lower Northeast Slope of Serra Geral, Rio Grande do Sul, and Holocene palaeoenvironments, Southern Brazil Sucessão vegetal em uma floresta da Encosta Inferior do Nordeste da Serra Geral, Rio Grande do Sul, e os paleoambientes do Holoceno, Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Grala Leal

    2007-03-01

    Full Text Available The study of plant succession provides information on vegetation dynamics of a region and, therefore, improves our understanding of the natural trends of present ecosystems. With this objective, plant succession based on palynology of a sediment profile in a swamp forest was studied on the Lower Northeast Slope of Serra Geral, Rio Grande do Sul. Samples were treated with HCl, HF, KOH and acetolysis; slides were mounted in glycerol-jelly. For each sample a minimum of 500 grains of pollen + pteridophyte and bryophyte spores was counted and other palynomorphs were counted in parallel. Tilia and Tilia Graph software were used to construct percentage and concentration diagrams, with three 14C datings. The results show a local water reservoir in the beginning of the Holocene (± 9800 yrs. BP, creating a herbaceous plant marsh by hydrosere. The initial colonization of the marsh by trees occurred about 8800 yrs. BP, with tropical species from the Coastal Plain migrating in an east-west direction. Afterwards, there was a dry phase between 7000-5000 yrs. BP. The second appearance of regional tree species began at about 5000 yrs. BP, resulting in the present forest and in the west-east migration of tropical species from interior lowlands, like this one, to re-colonize the coast after the last marine regression.O estudo de sucessão vegetal permite obter informações sobre a dinâmica da vegetação de uma região e, portanto, compreender melhor os ecossistemas da atualidade e suas tendências naturais. Com este objetivo foi feito um estudo de sucessão vegetal, com base em Palinologia, em um perfil sedimentar do interior de uma floresta paludosa, porção baixa da Encosta Inferior do Nordeste da Serra Geral, Rio Grande do Sul. As amostras foram tratadas com HCl, HF, KOH e acetólise e as lâminas montadas em gelatina-glicerinada. Para cada amostra foi contado um número mínimo de 500 grãos de pólen + esporos de pteridófitos e briófitos, com uma

  9. Estimativa da radiação de onda longa atmosférica em áreas de floresta e de pastagem no sudoeste da Amazônia Estimate of the atmospheric long wave radiation in forest and pasture area in south west amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo José Gonçalves Aguiar

    2011-06-01

    Full Text Available A radiação de onda longa proveniente da atmosfera (Lin é a componente do balanço de radiação mais difícil de ser medida. Na Amazônia praticamente não existem medidas regulares dessa componente, mesmo sendo uma importante variável no cálculo do balanço de radiação à superfície e muito usada para alimentar modelos climáticos. Tendo em vista a necessidade desses dados, o objetivo do presente trabalho é avaliar o desempenho de sete equações na estimativa da Lin para dias de céu claro em áreas de floresta (Reserva Biológica do Jaru, 10º4'48''S; 61º55'48''W e de pastagem (Fazenda Nossa Senhora, 10º45'S; 62º21'W no sudoeste da Amazônia. Medidas de radiação de onda longa atmosférica realizadas no período de junho de 2005 a maio de 2006 foram comparadas com as estimativas. As equações testadas tiveram desempenho satisfatório apenas durante a estação seca. As condições de alta nebulosidade, dominantes na estação chuvosa, restringiram a quantidade de dados utilizados na avaliação das equações. As equações que utilizam informações de temperatura do ar e pressão de vapor d'água para a estimativa da Lin tiveram melhor desempenho em relação às que utilizam apenas a temperatura do ar. As equações de Brutsaert (1975, Idso (1981 e Prata (1996 foram as que apresentaram melhor desempenho, apresentando os maiores índices de concordância, e sendo, portanto, as equações mais indicadas para a estimativa da radiação de onda longa atmosférica no sudoeste da Amazônia.Atmospheric long wave radiation (Lin is the most difficult component of the radiation budget to be measured. In Amazonia there are very few regular measurements of this component, even though it is an important variable in the calculation of the surface radiation balance and frequently used in climate models. Given the need for such data, the objective of this study is to evaluate the performance of seven equations used for the estimation of Lin

  10. Edge effects on fern community in an Atlantic Forest remnant of Rio Formoso, PE, Brazil Efeitos de borda na comunidade de samambaias em um remanescente de Floresta Atlântica de Rio Formoso, PE, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    IAA Silva

    2011-05-01

    Full Text Available We have investigated how edge effects influence the fern community of Jaguarão Forest (08º 35' 49" S and 35º 15' 39" W, located in the district of Rio Formoso, Pernambuco, Brazil. A comparative analysis was made of the interior and edge of the fragment of forest, regarding the richness, abundance and diversity of ferns in the two areas. Six plots of 10 × 20 m were chosen, three in each area. A total of 381 ferns were recorded, which were distributed among 25 species, 17 genera and 12 families. The two areas (edge and interior were found to differ, with distinct relative air humidities and temperatures (p = 0.00254 and p = 0.00019, respectively. The interior showed higher diversity (t = 7.251 and p = 0.018 and richness (t = 6.379 and p = 0.023 than the edge area, but the same abundance (t = 1.728; p = 0.226 as the edge. Regarding the composition of the flora, it was clear that the interior is a habitat completely distinct from the edge with regard to the fern community, given that only one species, Adiantum petiolatum Desv., was common to both environments. It was concluded that the edge effect causes a decrease in richness and abundance of the fern species found in Jaguarão Forest, where the more sensitive species are being replaced by species that are tolerant to the disturbance caused by the creation of an edge.Este trabalho verificou como os efeitos de borda influenciam as comunidades de pteridófitas presentes na Mata do Jaguarão (08º 35' 49" S e 35º 15' 39" W, município de Rio Formoso, Pernambuco. O estudo foi feito através de análise comparativa entre os ambientes de interior e de borda. Para verificar a riqueza, abundância e diversidade das pteridófitas nos dois ambientes, foram estabelecidas seis parcelas de 10 × 20 m (200 m², sendo três para cada ambiente. Foram contabilizados 381 indivíduos de pteridófitas, distribuídos em 25 espécies, 17 gêneros e 12 famílias. Os dois ambientes (interior e borda caracterizaram

  11. Fragmentação da floresta com araucária e ecossistemas associados no corredor ecológico Chapecó, Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Garcia Alarcon

    2011-05-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n3p25 Restam cerca de 2% da área de distribuição original da Floresta com Araucária, menos de 1% está protegida em Unidades de Conservação. Em Santa Catarina, a sub-bacia do rio Chapecó foi objeto de estudo para a criação de um Corredor Ecológico estadual, com apoio do Projeto Microbacias 2, entre os anos de 2007 e 2009. Métricas de paisagem forneceram importantes subsídios para a avaliação do seu estado de conservação e zoneamento. A sub-bacia delimitada como área do Corredor Ecológico Chapecó totaliza cerca de 5 mil km², com 50,5% de remanescentes naturais e 42,7% de atividades agropecuárias. A Floresta com Araucária com influência da Floresta Estacional Decidual possui 15 fragmentos maiores que 500 hectares. Das 83 microbacias hidrográficas estudadas, 20,5% possuem mais de 60% de cobertura vegetal, embora 57,5% possuam entre 10% e 30% de remanescentes em Áreas de Preservação Permanente. Estima-se que a sub-bacia possua 111 mil hectares de estoque incremental florestal em propriedades privadas, além dos remanescentes naturais incluídos em três Unidades de Conservação de Proteção Integral. As formações florestais do Corredor Ecológico Chapecó representam os últimos remanescentes contínuos da Floresta com Araucária da região oeste catarinense.

  12. Leaf life span and nitrogen content in semideciduous forest tree species (Croton priscus and Hymenaea courbaril Duração da vida da folha e conteúdo de nitrogênio em espécies arbóreas (Croton priscus e Hymenaea courbaril de floresta semidecídua

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Regina Baptista Haddad

    2004-01-01

    Full Text Available In comparison to deciduous species, evergreen plants have lower leaf nutrient contents and higher leaf life span, important mechanisms for nutrient economy, allowing the colonization of low fertility soils. Strategies to conserve nitrogen in two semideciduous tropical forest tree species, with different leaf life spans were analyzed. The hypothesis was the fact that the two species would present different nitrogen conservation mechanisms in relation to chemical (total nitrogen, protein, chlorophyll, and proteolytic activity, functional (leaf life span, N-use efficiency, and N-resorption efficiency, morphological (specific leaf mass leaf characteristics, and total nitrogen in the soil. Hymenaea courbaril L. presented lower nitrogen compounds in leaves, longer leaf life span, higher N-use efficiency, and higher specific leaf mass, while absorbing proportionally less nitrogen from the soil than Croton priscus Croizat. These characteristics can contribute for a better nitrogen economy strategy of H. courbaril. No relationship was found between leaf life span and N resorption efficiency, nor between leaf life span, protease activity and nitrogen mobilization. The electrophoretic profiles of proteolytic enzymes in young leaves of the two species presented more bands with enzymatic activity than other kinds of leaves.Comparadas a espécies decíduas, as sempre-verdes têm menos nutrientes nas folhas, que também são mais longevas. Estes mecanismos são importantes para economia de nutrientes, e permitem a colonização de solos com baixa fertilidade. Foram analisadas estratégias de conservação de nitrogênio em duas espécies de floresta semidecídua, que aparentemente apresentavam longevidades foliares diferentes. Para isto foram comparados mecanismos químicos (concentrações de nitrogênio total, de proteína e clorofila e atividade proteolítica, funcionais (duração de vida das folhas, eficiência do uso de nitrogênio e eficiência de

  13. Horário de atividade de machos de Euglossinae (Hymenoptera, Apidae em um fragmento de floresta semidecídua no Norte do Estado do Paraná Male Euglossinae bees (Hymenoptera, Apidae daily activity in a semi-deciduous forest fragment in Northern Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Mackert dos Santos

    2002-05-01

    Full Text Available A atividade diária de machos de Euglossinae foi estudada em um fragmento de floresta semidecídua no norte do Estado do Paraná. Machos atraídos às iscas-odores foram amostrados quinzenalmente, durante 12 meses, das 8:00 às 15:00 horas. No total, 434 machos de 9 espécies foram coletados. Eufriesea violacea foi a espécie que visitou mais cedo as iscas, com maior pico de atividade das 9:00 às 11:00 horas. As demais espécies visitaram as iscas, preferencialmente, das 9:00 às 14:00 horas. Uma nítida diferença nos horários de visita das abelhas foi observada entre as estações quente-chuvosa e fria-seca. Na estação quente-chuvosa a maior freqüência de visitas deu-se das 9:00 às 14:00 horas e machos foram coletados em todos os horários. Na estação fria-seca a maior atividade ocorreu entre 11:00 e 14:00 horas e não houve visitas entre 8:00 e 10:00 horas. Durante esta estação a temperatura foi um fator que influenciou diretamente a atividade das abelhas.Euglossinae bee fauna daily activity was studied in a semideciduous forest in the state of Paraná, southern Brazil. Male euglossine bees, attracted by chemical baits, were sampled twice a month for one year, from 8:00 a.m. to 3:00 p.m. Over this period, 434 males from 9 Euglossinae species were collected. Eufriesea violacea visited the baits earlier than the other species, showing an activity peak between 9:00 a.m. and 11:00 a.m. The other species visited the baits more often between 9:00 a.m. and 2:00 p.m. A significant difference in daily activity was observed comparing the warm-wet months with the cold-dry months. During warm-wet season, males were collected during all sampling periods, but the higher bait visitation frequency occurred from 9:00 a.m. to 2:00 p.m. During cold-dry season, the higher frequency was from 11:00 a.m. to 2:00 p.m. and no visitation was done between 8:00 a.m. and 10:00 a.m. Temperature during cold-dry season directly influenced the bee's activity.

  14. EQUAÇÕES PARA ESTIMAR ESTOQUE DE CARBONO POR HECTARE NOS FUSTES DAS ÁRVORES DE FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL

    OpenAIRE

    Soares,Carlos Pedro Boechat; Oliveira,Marcio Leles Romarco de; Martins,Fabrina Bolzan; Figueiredo,Lívia Thais Moreira de

    2016-01-01

    RESUMO Este trabalho teve por objetivo ajustar equações para estimar o estoque de carbono por hectare nos fustes das árvores, em função de variáveis da floresta obtidas por meio da amostragem por ponto horizontal (método de Bitterlich). Foram amostrados 55 pontos, com um fator de área basal igual a 1, em fragmentos de floresta estacional semidecidual, no município de Viçosa, Minas Gerais. Após o ajuste e a avaliação de diferentes modelos de regressão lineares e não lineares, verificou-se que ...

  15. Aspectos fitossociológicos de fragmento de Floresta Estacional Decidual, Santa Maria, RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2009-10-01

    Full Text Available Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 Foi realizado estudo da vegetação em fragmento de floresta estacional decidual em processo de sucessão, em área da Associação Tabor (29o43'S; 53o47'W, no município de Santa Maria (RS, Brasil. Utilizaram-se dezesseis unidades amostrais de 10 x 20 m distribuídas de forma sistemática para avaliação (medição e identificação dos indivíduos com Circunferência à Altura do Peito (CAP igual ou maior de 30 cm e subunidades circulares com raios de 1,78 m para identificação e contagem da regeneração (indivíduos menores de 30 cm. Observou-se a ocorrência de 64 espécies arbóreas e arbustivas de 54 gêneros e 31 famílias. As espécies com maior valor de importância foram Myrocarpus frondosus, Cupania vernalis, Ocotea puberula, Patagonula americana, Casearia sylvestris, Luehea divaricata, Enterolobium contortisiliquum e Helietta apiculata. Na regeneração, as espécies com maior densidade de indivíduos foram Trichilia elegans, Nectandra megapotamica, Actinostemon concolor, Piper gaudichaudianum, Cupania vernalis, Hybanthus bigibbosus, Aiouea saligna e Parapiptadenia rigida. Constatou-se o contínuo processo de sucessão por meio da substituição de espécies nos estratos da floresta e algumas bem-representadas desde a regeneração até o estrato superior.

  16. ASPECTOS FITOSSOCIOLÓGICOS DE FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, SANTA MARIA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2000-08-01

    Full Text Available Foi realizado estudo da vegetação em fragmento de floresta estacional decidual em processo de sucessão, em área da Associação Tabor (29o43'S; 53o47'W, no município de Santa Maria (RS, Brasil. Utilizaram-se dezesseis unidades amostrais de 10 x 20 m distribuídas de forma sistemática para avaliação (medição e identificação dos indivíduos com Circunferência à Altura do Peito (CAP igual ou maior de 30 cm e subunidades circulares com raios de 1,78 m para identificação e contagem da regeneração (indivíduos menores de 30 cm. Observou-se a ocorrência de 64 espécies arbóreas e arbustivas de 54 gêneros e 31 famílias. As espécies com maior valor de importância foram Myrocarpus frondosus, Cupania vernalis, Ocotea puberula, Patagonula americana, Casearia sylvestris, Luehea divaricata, Enterolobium contortisiliquum e Helietta apiculata. Na regeneração, as espécies com maior densidade de indivíduos foram Trichilia elegans, Nectandra megapotamica, Actinostemon concolor, Piper gaudichaudianum, Cupania vernalis, Hybanthus bigibbosus, Aiouea saligna e Parapiptadenia rigida. Constatou-se o contínuo processo de sucessão por meio da substituição de espécies nos estratos da floresta e algumas bem-representadas desde a regeneração até o estrato superior.

  17. Avaliação de índices de qualidade física do solo e predição de parâmetros multifractais de solos sob Floresta Estacional Semidecidual

    OpenAIRE

    Thalita Campos Oliveira

    2013-01-01

    A Floresta Atlântica que originalmente formava uma área contínua com mais de 150 milhões de hectares sofre constante degradação. Atualmente somente cerca de 7-8% dessa cobertura vegetal ainda existe, em sua maioria, na forma de fragmentos florestais secundários. A Estação Ecológica de Caetetus possui um dos mais significativos remanescentes da Floresta Estacional Semidecidual que revestia quase todo o interior do estado de São Paulo, parte de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraguai e Argen...

  18. Caracterização da vegetação e da entomofauna de solo de fragmentos de floresta estacional semidecidual no sul de Goiás

    OpenAIRE

    Soares, Narcisa Silva

    2012-01-01

    A expansão agrícola sobre áreas com vegetação nativa tem provocado a fragmentação de habitat nos principais biomas brasileiros. Foram caracterizadas a vegetação e a entomofauna de quatro fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual, que representam remanescentes de floresta de Mata Atlântica, inseridos em área de Cerrado, assim como a abundância, o tamanho e a simetria da formiga Pachycondyla cf. crassinoda (Ponerinae) nestes fragmentos. A área de estudo localiza-se no município de Itumbiar...

  19. Produtos Florestais Não Madeireiros: Importância e Manejo Sustentável da Floresta

    OpenAIRE

    Fiedler, Nilton Cesar; Universidade Federal do Espírito Santo; Soares, Thelma Shirlen; UFVJM-Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri; Silva, Gilson Fernandes da; UFES

    2010-01-01

     A extração de produtos florestais não madeireiros no Brasil tem apresentado, a cada dia, grande importância social, econômica e ambiental, já que atua prioritariamente em pequenas propriedades e preserva parte importante da biodiversidade das florestas nativas. No entanto, as políticas públicas e o desenvolvimento científico devem estar voltados para disponibilizar, a estes projetos de extração, meios que permitam a manutenção de suas atividades sem que haja comprometimento de sua viabilidad...

  20. Pseudoscorpionida (Arachnida em galerias de colônias de Passalidae (Coleoptera, Insecta em troncos caídos em floresta de terra firme da Amazônia, Brasil Pseudoscorpionida (Arachnida found in the galleries made by Passalidae (Coleoptera, Insecta colonies inside fallen wood of the Amazonian terra firme forest, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nair Otaviano Aguiar

    2011-01-01

    Full Text Available Em sete municípios do Amazonas, um de Rondônia e um de Roraima, foram examinadas 71 colônias de 24 espécies de Passalidae (Coleoptera, pertencentes aos gêneros: Passalus Fabricius, 1792 (14 espécies; Paxillus Mac Leay, 1819 (três; Popilius Kaup, 1871 (três; Spasalus Kaup, 1869 (uma; Verres Kaup, 1871 (uma; Veturius Kaup, 1871 (duas. Foram registradas doze espécies de pseudoscorpiões, incluindo nove gêneros e cinco famílias, listadas a seguir: Chernetidae - Americhernes aff. incertus Mahnert, 1979, Cordylochernes scorpioides (Linnaeus 1758, Lustrochenes similis (Balzan 1892, L. aff. reimoseri Beier, 1932, L. intermedius (Balzan 1892, Phymatochernes crassimanus Mahnert 1979; Chthoniidae - Pseudochthonius homodentatus Chamberlin, 1929; Lechytiidae - Lechytia chthoniiformis (Balzan 1887; Tridenchthoniidae - Tridenchthonius mexicanus Chamberlin & Chamberlin 1945; Withiidae - Cacodemonius sp., Dolichowithius (D. emigrans (Tullgren 1907, D. (D. mediofasciatus Mahnert, 1979. Dentre as espécies mais freqüentes (T. mexicanus, L. intermedius e L. aff. reimoseri, ocorreram todos os estágios de desenvolvimento. Foram coletadas de uma a três espécies de pseudoscorpiões em cada colônia individual de besouros passalídeos. T. mexicanus foi a única espécie encontrada em todos os municípios, ocorrendo em 45 colônias de dezenove espécies de passalídeos, sendo a maioria dos exemplares encontrado no subcórtex. L. intermedius foi a segunda espécie mais abundante, ocorrendo em colônias de 11 espécies de Passalidae, a maioria também no subcórtex. L. aff reimoseri ocorreu em 13 colônias de Passalidae, sob a casca, alburno e cerne. L. aff. reimoseri foi a única espécie coletada somente no cerne.Seventy-one colonies from 24 species of Coleoptera, Passalidae, belonging respectively to the genera Passalus Fabricius, 1792 (14 species, Paxillus Mac Leay, 1819 (three species, Popilius Kaup, 1871 (three species, Spasalus Kaup, 1869 (one species

  1. Comparação de métodos e processos de amostragem para estimar a área basal para grupos de espécies em uma floresta ecotonal da região norte matogrossense Comparison of sampling and processes for estimating basal areas for groups of species from an ecotonal forest in the northern region of Matogrosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaime Antonio Ubialli

    2009-01-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi o de comparar a acuracidade e a precisão das estimativas de área basal obtidas de processos, intensidades e métodos amostrais com valores obtidos pelo censo, numa floresta ecotonal de 120 hectares na região norte matogrossense, para oito grupos de espécies e para espécies individuais para árvores com DAP ≥ 30 centímetros. Aplicaram-se os processos: aleatório e o sistemático, com uma intensidade amostral de 5 e 10% para 22 tamanhos e formas de parcelas variando de 400 m² a 10000 m². A área basal média por hectare foi de 11,08 m². As parcelas de 2500 m² (125 m x 20 m apresentaram erros reais e de amostragem sempre inferiores a 10% na estimativa de área basal para os grupos de todas as espécies e para as 15 de maiores valores de importância (VI. Para os demais grupos os erros aumentam na medida em que decresce a quantidade de árvores por hectare. Para as espécies, individualmente, os erros variaram de 28,7% (Vochysia sp. a 250,59 (Hymenaeae courbaril, respectivamente, para a mais e a menos freqüente, mostrando inviabilidade na aplicação de processos estimativos tradicionalmente empregados nos inventários florestais, notadamente para estimar parâmetros específicos de espécies raras (baixa freqüência por hectare.The objective of this research was to compare the accuracy and the precision of estimates from basal area obtained by processes, intensities and methods of sampling with true values gotten from the census, in an ecotonal forest of 120 hectares in the northern region of Matogrosso, for eight groups of species and for individual tree species with dbh ≥ 30 centimeters. The applied processes were: random and the systematic, with a sampling intensity of 5% and 10% for 22 sizes and forms of plots ranging from 400 m to 10000 m². The average basal area per hectare was 11.08 m². The 2500 m² (125 m x 20 m plots presented actual and sampling errors always inferior to 10% in

  2. Pteridófitas de um remanescente de Floresta Atlântica em São Vicente Férrer, Pernambuco, Brasil: Pteridaceae Pteridophytes of a remainder of Atlantic Forest in São Vicente Férrer, Pernambuco, Brazil: Pteridaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcio Roberto Pietrobom

    2002-10-01

    Full Text Available Foi realizado um levantamento florístico da pteridoflora da Mata do Estado, localizada no município de São Vicente Férrer, Zona da Mata Norte do Estado de Pernambuco. O estudo foi desenvolvido nesta área, devido a sua grande extensão, ca. 600ha, e também pela existência de uma grande diversidade de pteridófitas, resultado de um gradiente de umidade onde os fatores ambientais e físicos como os níveis de altitude, as precipitações pluviométricas, bem como a distribuição dessas precipitações têm importância fundamental para a vegetação da área. Foram empregados métodos tradicionais para o levantamento florístico, no período de um ano. Para a análise e identificação taxonômica dos exemplares coletados, foram utilizadas técnicas usuais e literaturas especializadas. São apresentadas ilustrações e distribuição geográfica das espécies, bem como, descrição da espécie nova referência e comentários da família, gêneros e espécies. O trabalho contribui para um maior conhecimento florístico e ecológico da pteridoflora de Reservas de Floresta Atlântica Serrana no Nordeste do Brasil. A família Pteridaceae está representada na área estudada por 20 espécies, distribuídas em sete gêneros (Pityrogramma Link, Adiantopsis Fée, Hemionitis L. e Acrostichum L. uma espécie cada; Doryopteris J. Sm. quatro espécies; Adiantum L. nove espécies e Pteris L. três espécies e uma variedade. Foi registrada uma nova referência para o estado de Pernambuco: Adiantum humile Kunze.A floristic survey of the pteridoflora at the Mata do Estado, located in the Municipality of São Vicente Férrer, Mata Norte (Atlantic Forest Zone in the state of Pernambuco, Brazil, was performed. The study was developed in this area, due to its great extension of ca. 600ha, and also because of a great of diversity pteridophytes , result of a humidity gradient where the environmental and physical factors such as the altitude levels and the

  3. O efeito da floresta alagada na alimentação de três espécies de peixes onívoros em lagos de várzea da Amazônia Central, Brasil Effects of flooded forest in the diet of three fish species in floodplain lakes of Central Amazon, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Claro-Jr

    2004-01-01

    Full Text Available As enchentes anuais dos rios na Amazônia alagam extensas áreas de floresta conhecidas como várzeas ou igapós. Estas áreas têm papel importante na vida dos peixes da região, pois são fontes de alimento e de abrigo. Acreditamos que o desmatamento destas áreas ocasiona prejuízos à ictiofauna principalmente pela diminuição da quantidade e diversidade de alimento disponível. O estudo da relação entre a quantidade de floresta e a dieta de Parauchenipterus galeatus (Auchenipteridae, Siluriformes, Mylossoma duriventre (Characidae, Characiformese Triportheus elongatus (Characidae, Characiformespermitiu registrar pela primeira vez a influência direta da floresta alagada na ecologia alimentar de peixes na Amazônia Central.The annual flooding of the rivers in the Amazonia extends over large forest areas known as várzeas or igapós. These areas play an important role in the life of the fishes, as a source of food and shelter. We believe that the deforestation of these areas may affect negatively the fish fauna mainly by decreasing the amount of food resources and consequently the diversity of food types available. The study of the relationship between the riparian forest cover and the diet of Parauchenipterus galeatus (Auchenipteridae, Siluriformes, Mylossoma duriventre (Characidae, Characiformes and Triportheus elongatus (Characidae, Characiformes allowed to refer for the first time on the direct influence of the flooded forest in the feeding ecology of fishes in Central Amazonia.

  4. CRESCIMENTO DE ESPÉCIES NATIVAS DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL/OMBRÓFILA MISTA DO RIO GRANDE DO SUL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Peter Spathelf

    2001-05-01

    Full Text Available Com uma abordagem retrospectiva, foi estudado o crescimento da caúna-da-serra (Ilex brevicuspis Reissek., cocão (Erythroxilum deciduum, tarumã-de-espinho (Cytharexylum montevidense Sprenger e capororoca (Rapanea ferruginea (Ruiz & Pavon Mez, nativas da Floresta Estacional Decidual/Floresta Ombrófila Mista de Santa Maria - RS. Foi feita a análise de tronco e a medição de anéis anuais de cada espécie estudada. Com esses dados foi avaliada a tendência de crescimento em volume comercial, o incremento do volume comercial em porcentagem e o fator de forma comercial em função do diâmetro à altura de 1,3 m (DAP. Para o ajuste dos dados obtidos, foram testados cinco modelos diferentes. Revelou-se que, com todas espécies, um polinômio de segundo grau mostrou o melhor ajuste no caso do volume comercial e do fator de forma comercial. O incremento em volume comercial anual percentual foi melhor ajustado por um modelo exponencial, também para cada espécie analisada. Observou-se uma acumulação significativamente diferente do volume sobre o diâmetro das espécies. O tarumã e o cocão mostram uma acumulação rápida em volume, enquanto que a caúna e a capororoca crescem menos rapidamente. Isso é correlacionado com os fatores de forma, nos troncos mais cilíndricos, no caso do tarumã e do cocão. O incremento em volume comercial anual percentual varia entre a faixa de mais de 100% no início do processo de crescimento e abaixo de 10% no final do crescimento estudado.

  5. Variação intraspecífica do lenho de Pseudopiptadenia contorta (DC. G.P. Lewis & M.P. Lima (Leguminosae - Mimosoideae de populações ocorrentes em dois remanescentes de Floresta Atlântica Intraspecific variation in wood anatomy of Pseudopiptadenia contorta (DC G.P. Lewis & M.P. Lima (Leguminosae -Mimosoidae in two Atlantic rain forest remnants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza R. da Costa Ribeiro

    2006-12-01

    Full Text Available O presente trabalho compara populações distintas de Pseudopiptadenia contorta (DC. G.P. Lewis & M.P. Lima ocorrentes em dois remanescentes de Floresta Atlântica no Estado do Rio de Janeiro. Foram amostradas árvores de diâmetro semelhante retas e sem defeitos aparentes. Os resultados obtidos comprovam estatisticamente a ocorrência de variação intraspecífica na estrutura anatômica da madeira. Os caracteres qualitativos mantiveram-se constantes, enquanto os quantitativos variaram, sendo os significativos, de acordo com o teste t de Student, a freqüencia, comprimento e diâmetro dos elementos vasos, o comprimento e espessura da parede das fibras, a freqüência e largura dos raios. A análise dos componentes principais, utilizando características anatômicas quantitativas ordenou as duas populações separadamente. O eixo I responde por 33% da variância total principalmente pela relação positiva do diâmetro do elemento de vaso, enquanto o eixo II responde por 20% da variância total, principalmente pelo comprimento das fibras.This study compares distinct populations of Pseudopiptadenia contorta (DC G.P. Lewis & M.P. Lima occurring in two remnants of Atlantic rain forest in Rio de Janeiro state. Trees with similar diameters and with no apparent defects were selected. The results confirm intraspecific variation in wood anatomy. Qualitative features do not change, while according to the Student t test quantitative features showed significant differences in vessel-element frequency, width, and length, fiber length and wall thickness, and ray frequency and width. Principal component analysis showed two separate populations. Factor 1 explains 33% of the total variance, mainly due to the positive relationship of vessel-element tangential diameter; factor 2 explains 20% of the total variance, mainly due to fiber length.

  6. Avaliação econômica e produtiva dos sistemas integrados de lavoura-pecuária-floresta

    OpenAIRE

    Barbosa, Fabiano Alvim; Costa, Patrícia Monteiro; Andrade, Venício José de; Maia Filho, Geraldo Helber Batista; Maciel, Isabella Cristina de Faria; Lopes, Saulo Queiroga

    2015-01-01

    Com o crescimento da população mundial existe uma maior demanda por alimentos. A necessidade de investimentos em tecnologia em busca de maior produtividade sem efeito negativo sobre o meio ambiente é inquestionável. Sistemas integrados como a integração lavoura pecuária e integração lavoura pecuária floresta são sistemas conservacionistas e sustentáveis que ganham destaque no cenário nacional uma vez que reduzem o risco financeiro e produtivo no setor agropecuário sem causar danos a natureza....

  7. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX

    OpenAIRE

    Campoi, Isabela Candeloro

    2011-01-01

    O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885), mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797), autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762). O artigo apresentado cont...

  8. Germinação e desenvolvimento morfológico de plantas oleaginosas de floresta de várzea.

    OpenAIRE

    Lopes, Isaac Luiz Magalhães; Jardim, Mário Augusto Gonçalves; Medeiros, Tonny David Santiago

    2008-01-01

    A domesticação das plantas oleaginosas é importante pois, apresentam propriedades medicinais. O objetivo deste trabalho foi o de estudar a influência de diferentes substratos na germinação de Cedrela odorata, Licaria mahuba e Virola surinamensis, com base no tempo e porcentagem de germina- ção, crescimento do caule, raiz e número de folhas. As sementes foram coletadas em floresta de várzea e o experimento conduzido em viveiro suspenso (50% de sombreamento), no Horto Botânico Jacqu...

  9. Influências de Atta spp. (Hymenoptera: Formicidae na recuperação da vegetação pós-fogo em floresta de transição amazônica Influences of leafcutter ant Atta spp. (Hymenoptera: Formicidae on vegetation recovery after fire in Amazonian transitional forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karine Santana Carvalho

    2012-03-01

    Full Text Available Este estudo investigou o papel das saúvas na recuperação da vegetação pós-fogo. Foi hipotetizado que a perturbação do fogo aumenta a abundância de ninhos de saúva (1 e as atividades de remoção de sementes (2 e desfolha (3, especialmente no ambiente de borda. Os ninhos de saúva foram inventariados e mapeados e após 17 meses, checados para o registro de sua atividade e de novas colônias emergindo na área. Realizou-se experimentos comparativos de remoção de sementes e desfolha de plântulas em duas parcelas de 50 ha, uma submetida a fogo anual (tratamento e outra sem fogo (controle. A abundância de ninhos de saúva foi maior na parcela tratamento que na parcela controle, especialmente na borda da floresta. As espécies encontradas foram: Atta cephalotes, A. laevigata e A. sexdens , sendo esta última a espécie mais abundante e que mostrou aumento em número de colônias ativas após 17 meses. O aumento na abundância de ninhos na parcela tratamento foi acompanhado por um aumento na atividade dessas formigas. Enquanto mais de duas folhas foram arrancadas por plântula nessa parcela, menos de uma foi registrada na parcela controle. Também a abundância média de galhos desfolhados e de sementes removidas por saúvas foi maior na parcela tratamento que na parcela controle. As saúvas tanto podem diminuir ou retardar o processo de regeneração florestal pós-fogo, quanto acelerá-lo, devido à elevada predação seletiva que favorece as espécies menos palatáveis. Desta forma, suas atividades podem modificador apenas a composição da vegetação recuperando-se do fogo.In this study we investigated the role of leaf-cutting ants in the post-fire vegetation recovery. We hypothesized that a forest plot submitted to annual fire presents: (1 higher abundance of leaf-cutting ant nests; (2 higher removal of seeds; and (3 higher herbivory rates of leaf-cutting ants, when compared to the forest plots without fire (control. The leaf

  10. Caracterização florístico-estrutural e modelagem de biomassa na Floresta Amazônica a partir de dados alos/palsar e TERRASAR/TANDEM-X

    OpenAIRE

    Camila Valeria de Jesus Silva

    2014-01-01

    O papel da floresta amazônica no estoque de carbono terrestre é um tópico de alta relevância em meio às discussões sobre mudanças climáticas. Métodos confiáveis e práticos para a quantificação da biomassa aérea (AGB) nessa região são aprimorados através da tecnologia dos sensores de radar. Neste trabalho, atributos polarimétricos em banda L (ALOS/PALSAR) e coerência interferométrica (na polarização HH) em banda X (TerraSAR/TanDEM-X) foram analisados com suporte de dados de inventário floresta...

  11. Composição e estrutura de uma floresta ribeirinha no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Dutra Saraiva

    2011-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n4p49 A vegetação ribeirinha ocupa uma das áreas mais dinâmicas da paisagem, e apresenta espécies altamente especializadas e adaptadas a uma variedade de distúrbios ocorrentes na zona ripária. Foi realizado um levantamento fitossociológico com o objetivo de descrever a composição florística e a estrutura fitossociológica do componente arbóreo, assim como destacar algumas características dinâmicas das espécies que o compõem, em uma floresta ribeirinha no rio Jaguarão, sul do Brasil.  Foram amostradas todas as árvores com DAP ≥ 5 cm em 25 parcelas de 10 × 10 m (0,25 ha. Foram registradas 725 árvores vivas pertencentes a 27 espécies, 24 gêneros e 16 famílias botânicas, e 51 mortas ainda em pé. As famílias com maior riqueza específica foram Myrtaceae e Salicaceae. As espécies com os maiores valores de cobertura (VC e de importância (VI foram Sebastiania commersoniana, Allophylus edulis, Eugenia uniflora e Pouteria salicifolia, acumulando mais de 80% da abundância total registrada.  A diversidade (H’ foi estimada em 1,84 nats.ind.-1 e a equabilidade (J’ em 0,56 nats.ind.-1. Prevaleceram espécies zoocóricas de categorias inciais e intermediárias de sucessão, sendo em sua maior parte provenientes do contingente oeste de migração e de ampla distribuição nas regiões sudeste e sul do Brasil.

  12. FITOSSOCIOLOGIA DE FRAGMENTOS DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL NO ESTADO DE SANTA CATARINA – BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lauri Amândio Schorn

    2014-12-01

    Full Text Available O estudo objetivou avaliar a fitossociologia da Floresta Estacional Decidual no Estado de Santa Catarina, em seus componentes arbóreo/arbustivo e regeneração natural, bem como comparar estes quanto à composição florística e inferir sobre o estádio de conservação dos remanescentes. Foram usados dados de 78 unidades amostrais levantadas no Inventário Florístico Florestal do Estado de Santa Catarina. Em cada unidade amostral foram amostrados os componentes arbóreo/arbustivo (DAP ≥ 10 cm em 4000 m2 e a regeneração natural (altura ≥ 1,50 m; DAP < 10 cm em 100 m2. Foi efetuado o cálculo dos parâmetros fitossociológicos e índices de diversidade de Shannon e equabilidade, bem como, classificaram-se as espécies quanto ao grupo ecológico. Para verificar a associação entre os dois componentes executou-se uma análise de ordenação NMSD (Non-metric Multidimensional Scaling seguida do Teste de Mantel. Foram amostradas 245 espécies, sendo 215 no componente arbóreo/arbustivo e 79 exclusivas deste, 165 na regeneração natural e 30 exclusivas deste e, 136 comuns aos dois componentes. A NMDS apresentou uma tendência de associação entre as matrizes dos dois componentes, o que foi confirmado pelo Teste de Mantel (r = 0,34; p = 0,001. A composição florística, bem como as espécies com maiores valores de importância se constituíram predominantemente de espécies secundárias, fato que evidencia o histórico de exploração e degradação da Floresta Estacional Decidual no Estado.

  13. Predação de sementes ao longo de uma borda de Floresta Ombrófila Mista e pastagem Seed predation along an edge gradient between Araucaria forest and pasture

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronei Baldissera

    2005-03-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar o processo de predação de sementes em três árvores nativas (Mimosa scabrella Bentham, Prunus sellowii Koehne e Myrsine laetevirens Mez. ao longo de uma borda de Floresta Ombrófila Mista e pastagem, na Floresta Nacional de São Francisco de Paula, RS, Brasil. Grupos de sementes foram distribuídos em dez pontos aleatórios nas distâncias: 0m, 25m, 50m, 100m e 250m da borda para dentro da floresta e 5m e 50m da borda para dentro da pastagem. As sementes foram monitoradas até a predação total ou até esgotado o tempo para germinação. Houve redução nas taxas de predação de sementes até 50m da borda para dentro da floresta em relação ao interior da floresta e da pastagem. M. scabrella e M. laetevirens apresentaram redução nas taxas de predação de sementes na pastagem próxima à borda da floresta. Os resultados indicam que houve decréscimo na atividade de predadores de sementes nas proximidades da borda florestal estudada, podendo ocorrer maior regeneração de plantas próximo à borda e um avanço da floresta na pastagem adjacente.This study aims to evaluate how seed predation of three native tree species (Mimosa scabrella Bentham, Prunus sellowii Koehne, and Myrsine laetevirens Mez. could be altered along an edge between Araucaria forest and pasture at the National Forest of São Francisco de Paula, Rio Grande do Sul, Brazil. Groups of seeds were placed at ten random points in each of the following distances from the forest edge: 0m, 25m, 50m, 100m, and 250m from the edge into the forest, and 5m and 50m from the edge into the pasture. Seeds were monitored until total predation or until their time for germination was over. Seed predation rates decreased from the edge up to 50m inside the forest in relation to the forest interior and open pasture. M. scabrella and M. laetevirens showed a reduction in seed predation rates in pasture points that were located at the vicinities of the forest

  14. Florística e estrutura fitossociológica em floresta ombrófila densa submontana na barragem do rio São Bento, Siderópolis, Estado de Santa Catarina - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.3345 Floristic composition and phytosociological structure in a submontane ombrophilous dense forest at São Bento river dam, Siderópolis, Santa Catarina State - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.3345

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João André Jarenkow

    2009-08-01

    Full Text Available Apresentam-se os resultados de levantamentos florístico e fitossociológico em remanescente de Floresta Ombrófila Densa Submontana circunjacente à barragem do rio São Bento, objetivando fornecer dados primários para ações de restauração e conservação desta formação. A área está localizada no Sul de Santa Catarina, município de Siderópolis. Utilizou-se como área amostral um hectare e foram registrados indivíduos com DAP ≥ 5 cm e quantificados seus descritores estruturais. Foram identificadas 107 espécies, pertencentes a 42 famílias botânicas, totalizando 1.715 indivíduos. As espécies com maiores valores de importância (VI foram Euterpe edulis Mart., Casearia sylvestris Sw. e Bathysa australis (St.-Hil. K. Schum. Entre as espécies identificadas, encontrou-se elevado índice de zoofilia e zoocoria. Pela característica florística e abundância de serapilheira, a área encontra-se em estádio avançado de regeneração naturalAiming to provide primary data to be used in restoration programs, data from a floristic and phytosociological survey at a Submontane Ombrophilous Dense Forest remnant around São Bento river dam (Siderópolis municipality, Santa Catarina State, southern Brazil are presented. All tree individuals with a diameter at breast height (DBH ≥ 5 cm were recorded (1 ha plot. 1,715 individuals belonging to 107 species and 42 botanical families were identified. Euterpe edulis Mart., Casearia sylvestris Sw. and Bathysa australis (St.-Hil. K.Schum. were the species with higher values of structural importance. High index of zoophily and zoochory were registered among the identified species. From the floristic composition and litter abundance, it can be assumed that the studied area corresponds to an advanced stage of natural regeneration

  15. ESTRUTURA FITOSSOCIOLÓGICA DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL NA REGIÃO DE SANTA MARIA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adelino Alvarez Filho

    1994-12-01

    Full Text Available Em um inventário de 14 unidades amostrais, de 15 X 50 m (750 m2, realizado em uma Floresta Estacional Decidual, localizada no Morro do Centro de Instrução de Santa Maria, Distrito de Boca do Monte, em Santa Maria, RS, para um estudo da estrutura fitossociológica. Para tal, foram identificados e quantificados os indivíduos com circunferência a altura do peito (CAP maior ou igual a 30 cm. Em cada amostra foram identificadas duas sub-amostras circulares concêntricas, para análise dos indivíduos em regeneração natural. Uma de 10 m² (raio de 1,78 m para as classes de 0 a 15 cm e outra de 100 m² (raio de 5,64 m para as classes de 15,1 a 30 cm de circunferência. Identificaram-se 51 espécies vegetais, distribuídas em 45 gêneros e 26 famílias botânicas. As espécies Cupania vernalis, Trichilia clausseni, Nectandra megapotamica, Myrcianthes pungens e Matayba elaeagnoides estão entre as mais características e importantes da associação, tanto em relação a estrutura vertical como horizontal.

  16. As viagens de Nísia Floresta: memória, testemunho e história

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Constância Lima Duarte

    2008-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2008000300021 Dentre os escritores brasileiros do século XIX, que registraram suas viagens em livros, destaca-se Nísia Floresta Brasileira Augusta. Nascida no interior do Rio Grande do Norte, em 1810, ela residiu em Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro antes de se mudar para a Europa, em 1849, e visitar diferentes países até falecer, em 1885, em Rouen, na França. Dos 15 títulos que publicou – romance, novela, contos, poemas e ensaios, escritos em português, francês e italiano –, estão os interessantes Itinéraire d’un voyage en Allemagne (Paris, 1857 e Trois ans en Italie, suivis d’un voyage en Gréce (Paris, v. I, 1864; v. II, 1871. Esses livros, escritos sob a forma de diário ou de cartas, são mais que simples relatos, pois revelam, bem ao gosto da época, as emoções e as impressões da autora diante de cada cidade ou país que visita, bem como descrições e reflexões sensíveis de igrejas, museus, monumentos e tipos humanos.

  17. Frugivoria por aves em Nectandra megapotamica (Lauraceae em uma área de Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul, Brasil Bird frugivory on Nectandra megapotamica (Lauraceae in an area of deciduous seasonal forest in Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilise M. Krügel

    2006-03-01

    Full Text Available A importância dos frutos de Lauraceae tem sido relatada na dieta de muitas aves, principalmente das famílias Ramphastidae, Cotingidae e Trogonidae. Os objetivos deste estudo foram determinar quais espécies de aves consomem os frutos de Nectandra megapotamica (Spreng. Mez (Lauraceae numa área de Floresta Estacional Decidual e, com base na análise de alguns dos componentes qualitativos e quantitativos da dispersão, inferir quais aves podem atuar como dispersores de suas sementes. O estudo foi desenvolvido no Campo de Instrução de Santa Maria (CISM (29º43'S, 53º42'W, município de Santa Maria, Rio Grande do Sul. Num total de 70 h de observação focal, foram registradas 726 visitas de 21 espécies de aves. As aves consideradas como potencialmente dispersoras de N. megapotamica foram Turdus albicollis Vieillot, 1818, T. rufiventris Vieillot, 1818, Pitangus sulphuratus (Linnaeus, 1766 e T. amaurochalinus Cabanis, 1850 entre as residentes, e Tyrannus savanna Vieillot, 1808 e Myiodynastes maculatus (Müller, 1766 entre as migratórias. As aves com dieta generalista pareceram favorecer a dispersão de N. megapotamica, pois consumiram os frutos inteiros, realizaram visitas curtas (menos de 3 minutos e apresentaram maior freqüência de visitação que, por sua vez, está relacionada a uma maior remoção dos frutos. Nectandra megapotamica possui características que a incluem no sistema de dispersão generalista, exceto pelo alto valor nutritivo dos seus frutos.The importance of Lauraceae fruits has been reported on the diet of several birds, mainly from the Ramphastidae, Cotingidae and Trogonidae families. The objectives of this study were to determine which birds consume the fruits of Nectandra megapotamica (Spreng. Mez (Lauraceae in a deciduous seasonal forest and, based on the analysis of some of the qualitative and quantitative dispersal components, infer which birds can act as dispersers of the seeds. The study was carried out at the

  18. Levantamento florístico da floresta serrana da reserva biológica de Serra Negra, microrregião de Itaparica, Pernambuco, Brasil Floristic survey in the montane forest of the biological reserve of Serra Negra, Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Jesus Nogueira Rodal

    2002-10-01

    Full Text Available O levantamento florístico, de duas áreas da Reserva Biológica de Serra Negra, localizada entre os municípios de Inajá e Floresta (8º35' - 8º38' S e 38º02' - 38º04' W, foi realizado fazendo-se 19 excursões para coleta de material botânico de Bryophyta, Pteridophyta e Magnoliophyta. No total foram coletados 319 taxa, 255 na floresta densa, situada no topo, e 117 na floresta aberta, localizada na escarpa meridional, com 12,5 % de similaridade (Jaccard. A análise de agrupamento mostrou que as duas áreas têm maiores similaridades com outras florestas serranas da região nordeste. A presença de condições abióticas diferenciadas, úmida no topo e mais seca na escarpa meridional, justifica as diferenças florísticas. Na floresta densa ocorreu um grande número de espécies com ampla distribuição nos domínios amazônico e atlântico, enquanto na floresta aberta parte das espécies foi mais relacionada à vegetação caducifólia espinhosa (caatinga, e outras têm distribuição ampla em florestas neotropicais.A floristic survey was carried out in the Biological Reserve of Serra Negra, between the municipalities of Inajá and Floresta (8º35'-8º38' S and 38º02'-38º04' W, in order to assess the floristic relationship between two sites, a dense forest on the plateau, and an open forest, located on the southern scarp. Nineteen trips were accomplished to collect Bryophyta, Pteridophyta and Magnoliophyta. 319 taxa, 255 on the plateau and 117 on the southern scarp were registered. The presence of distinct abiotic factors, the southern scarp being has drier than the plateau, justify the floristic difference. In spite of the low similarity level between the two sites (12,5%, the cluster analysis grouped both with a other surveys realized in other montane forests in the northeast region. The dense forest has many species with a wide distribution in the Amazon and Atlantic regions, while in the open forest some species are more related with

  19. Dinâmica de plantas daninhas em consórcio de sorgo e três forrageiras em um sistema de integração lavoura-pecuária-floresta Weed dynamics in a consortium of sorghum and three forage plants in a farming-livestock- forest integration system

    OpenAIRE

    V.A Mota; L.D Tuffi Santos; A Santos Junior; V.D Machado; R.A Sampaio; F.L.R Oliveira

    2010-01-01

    Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o consórcio de forrageiras e sorgo, cultivado na presença ou na ausência do herbicida atrazine, sobre a dinâmica de plantas daninhas e a produção de sorgo e das forrageiras em um sistema agroflorestal. O experimento foi disposto em delineamento com blocos casualizados, com três espécies de forrageiras (Brachiaria brizantha cv. Xaraés; Andropogon gayanus e Panicum maximum cv. Tanzânia) consorciadas com sorgo manejado na presença e na ausência da apl...

  20. Estrutura e composição do estrato de regeneração em um fragmento florestal urbano: implicações para a dinâmica e a conservação da comunidade arbórea Structure and composition of the regeneration layer in an urban forest fragment: implications for the dynamics and conservation of the tree community

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jania Cabrelli Salles

    2007-03-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado em um fragmento de floresta estacional semidecídua, sujeito a longo histórico de perturbação antrópica, localizado no perímetro urbano de Uberlândia, MG. Teve como objetivo avaliar a composição e a estrutura do estrato regenerativo e comparar com a comunidade adulta do dossel, de forma a revelar informações importantes sobre o funcionamento do ambiente e a dinâmica dessa formação vegetal. Para o levantamento do estrato regenerativo, utilizaram-se 30 parcelas de 10×10 m, onde todos os indivíduos com altura igual ou superior a um metro tiveram medidos a altura e o diâmetro ao nível do solo. A presença de espécies tardias de grande porte no estrato adulto, sem a correspondência de abundância no estrato regenerativo, sugere que as perturbações atingem diretamente o estrato inferior. O dossel da floresta estacional do Parque do Sabiá é composto de árvores que, provavelmente, possuem dezenas de anos e a formação de clareiras, naturais ou antrópicas, estimula o estabelecimento de espécies pioneiras. De forma geral, as espécies importantes do estrato regenerativo sugerem que a comunidade está sofrendo mudanças na sua composição florística, em um processo de sucessão caracterizado pela presença de grande número de indivíduos regenerantes, de espécies pertencentes aos primeiros estágios sucessionais.This study was carried out in a semideciduous seasonal forest fragment with a long history of manmade disturbance, located in urban Uberlândia, Minas Gerais. The aim was to compare the composition and structure of the regeneration layer with that of the adult canopy layer in order to obtain information on environmental functioning and the dynamics of this plant formation. In 30 plots of 10×10 m, plants equal to or taller than one meter were surveyed, recording height and stem diameter at soil level. The presence of large trees of secondary species in the canopy layer, without corresponding

  1. Taxa de corte sustentável para manejo das florestas tropicais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evaldo Muñoz Braz

    2012-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050985086Existe uma grande lacuna dos planos de manejo de florestas tropicais com relação à intensidade de extração e às taxas de corte, usualmente sendo definidas de forma arbitrária. Este trabalho visa definir intensidades de corte diferenciadas para grupos de espécies arbóreas comerciais, com diferentes ritmos de crescimento, por unidade de produção, no estado do Amazonas. Utilizou-se o incremento periódico anual percentual em volume, de 26 espécies arbóreas, obtido de parcelas permanentes. O incremento periódico anual, percentual em volume, para efeito diferenciador, considerou 1% como diferença limite. Foram identificadas três intensidades de corte, para as classes comerciais: 24,4% (grupo I, 35,4% (grupo II e 42,4% (grupo III. Considerando a exploração total sustentável por hectare, para as 26 espécies, seria de 11,5 m³ha-1 com intensidade de corte de 37%. O procedimento de cálculo é simples e pode ser utilizado pelos órgãos fiscalizadores, certificadores ou legisladores como balizador do ciclo de corte e taxa de corte.

  2. Estrutura de uma Floresta Tropical com Caesalpinia echinata Lam. (Pau Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valderes Bento Sarnaglia Junior

    2014-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo analisar a estrutura da vegetação do componente arbóreo em um remanescente de Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas com populações naturais de Caesalpinia echinata Lam. (pau-brasil no município de Aracruz (ES. Foram instaladas 10 parcelas de 10 x 50 m, de modo sistemático, totalizando 0,5 ha de área amostral. Todos os indivíduos com DAP (Diâmetro à Altura do Peito  ≥10 cm foram amostrados. Amostraram-se 259 indivíduos distribuídos em 119 espécies. As famílias com maior riqueza de espécies foram Leguminosae (22, Sapotaceae (9 e Myrtaceae (9. As espécies com os mais altos valores de importância foram Eriotheca macrophylla (K. Schum. A. Robyns, Caesalpinia echinata Lam. e Astrocaryum aculeatissimum (Schott Burret. O índice de Shannon (H’ foi de 4,51 e a equabilidade (J’ foi de 0,94.  O fragmento apresenta sinais de perturbações antrópicas, porém os altos valores de diversidade e riqueza mostram a importância da conservação, assim como para a preservação de C. echinata.

  3. Pteridófitas da Floresta Estadual de Bebedouro, SP, Brasil. Pteridophytes from Bebedouro State Forest, SP, Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Áurea Maria Therezinha COLLI

    2004-12-01

    Full Text Available Neste trabalho realizou-se umlevantamento de pteridófitas na Floresta Estadualde Bebedouro, localizada no município deBebedouro, sob as coordenadas 20º57’ de latitudeS e 48º30’ de longitude W. As coletas foramrealizadas em três trilhas denominadas “Trilha daFloresta de Produção”, “Trilha da Mata Ciliar” e“Trilha do Viveiro”. Foram reconhecidas dezespécies de pteridófitas pertencentes a cincofamílias. Destas, as mais representativas foramPteridaceae com quatro espécies distribuídas emquatro gêneros e Polypodiaceae com três espéciesdistribuídas em dois gêneros. Das dez espéciesregistradas sete apresentaram distribuição bastanterestrita, ocorrendo apenas na “Trilha da MataCiliar” e duas, Cheilantes concolor Langsd. &Fisch. e Thelypteris dentata (Forssk. E. St. John,foram as de ocorrência mais ampla. Em todas astrilhas ocorreram pteridófitas, sendo que a “Trilhada Mata Ciliar” foi a mais rica. As pteridófitasocorrem no cerrado “sensu stricto”, na mata ciliar ena mata estacional semidecidual. A maior riquezade espécies ocorre na mata ciliar e na mataestacional semidecidual.This work presents a pteridophyticalsurvey carried out at Bebedouro State Forest,in the municipality of Bebedouro (20º57’S and48º30’W. Collections were accomplished at threetrails: “Trilha da Floresta de Produção”, “Trilha daMata Ciliar” and “Trilha do Viveiro”. Ten speciesof Pteridophyta were recognized. From these, themost representative ones were Pteridaceae withfour species distributed into four genera andPolypodiaceae with three species distributed intotwo genera. From the ten registered species, sevenhad a very restricted distribution occurring only inthe “Trilha da Mata Ciliar” but Cheilantesconcolor and Thelypteris dentata presented a wideroccurrence. There were pteridophytes at all thetrails and “Trilha da Mata Ciliar” was found to bethe richest in species. Pteridophytes occur incerrado

  4. Briófitas: estado do conhecimento e vulnerabilidade na Floresta Atlântica Nordestina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercia Patricia Pereira Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Com ênfase na Floresta Atlântica Nordestina, é fornecido um diagnóstico do estado da arte do conhecimento sobre a brioflora e, para os últimos dez anos, uma análise por área temática da briologia, estado da região, Instituição executora dos autores e gargalos de conhecimento. No período analisado, foram publicados 60 artigos em periódicos nacionais e internacionais, sendo que a maioria enfoca a linha de pesquisa Florística e Taxonomia, com destaque para o estado da Bahia que apresenta mais de 50% da produção desta linha. A consolidação deste conhecimento pode ser atribuída, em grande parte, à existência de pesquisadores e de Programas de Pós-graduação atuantes na região. A brioflora regional é composta por 788 spp., correspondendo a 58% do total conhecido para o Domínio Floresta Atlântica, onde novas espécies têm sido descritas e táxons vulneráveis, de distribuição rara e bioindicadores evidenciados. A Bahia é o estado de maior riqueza brioflorística, com 483 spp., seguida por Pernambuco, 323 spp. A vulnerabilidade da brioflora regional é acessada mediante endemismo, raridade de distribuição e caráter bioindicador de qualidade ambiental dos táxons. Modelos de distribuição potencial produzidos para vários desses táxons contribuem ao evidenciar novas áreas de exploração, a necessidade de proteção mais eficiente de habitats específicos e a criação de Unidades de Conservação. Para dirimir as lacunas ainda existentes no conhecimento fazem-se necessárias a continuidade de estudos, a intensificação na formação de recursos humanos e nas cooperações científicas.

  5. Dinâmica de plantas daninhas em consórcio de sorgo e três forrageiras em um sistema de integração lavoura-pecuária-floresta Weed dynamics in a consortium of sorghum and three forage plants in a farming-livestock- forest integration system

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    V.A Mota

    2010-12-01

    Full Text Available Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o consórcio de forrageiras e sorgo, cultivado na presença ou na ausência do herbicida atrazine, sobre a dinâmica de plantas daninhas e a produção de sorgo e das forrageiras em um sistema agroflorestal. O experimento foi disposto em delineamento com blocos casualizados, com três espécies de forrageiras (Brachiaria brizantha cv. Xaraés; Andropogon gayanus e Panicum maximum cv. Tanzânia consorciadas com sorgo manejado na presença e na ausência da aplicação de 1,50 kg ha-1 de atrazine para o manejo de plantas daninhas. As forrageiras foram semeadas a lanço imediatamente antes da semeadura do sorgo, em espaçamento de 0,50 m entre linhas e com oito sementes por metro linear, em sistema de plantio direto. A aplicação de atrazine não resultou em menor produção de massa seca total de plantas daninhas, quando comparada às parcelas sem manejo. A maior massa seca das plantas daninhas foi encontrada no monocultivo de sorgo, quando comparado aos consórcios dessa cultura com as forrageiras. No consórcio do sorgo com o capim-tanzânia (forrageira de maior produção obteve-se a menor ocorrência e produção de masssa de plantas daninhas, indicando boa capacidade competitiva dessa forrageira. A produção do sorgo não diferiu estatisticamente entre os tratamentos; entretanto, ela foi 22% superior no monocultivo, comparando-se aos consórcios com as forrageiras. As espécies de maior produção de massa, como o capim-tanzânia, quando consorciadas com o sorgo, diminuem a infestação e capacidade competitiva das plantas daninhas e favorecem o manejo dessas espécies, dispensando a aplicação de atrazine.This study aimed to evaluate the effect of a consortium of forage plants and sorghum in the presence or absence of the herbicide atrazine on weed dynamics, sorghum and forage plant production, in an agro-forestry system. The experiment was arranged in a randomized block design, with three

  6. A variabilidade espacial das famílias de Coleoptera (Insecta entre fragmentos de Floresta Ombrófila Mista Montana (Bioma Araucária e plantação de Pinus elliottii Engelmann, no Parque Ecológico Vivat Floresta, Tijucas do Sul, Paraná, Brasil Spatial variability of Coleoptera (Insecta families between a Montane Ombrophilous Mixed Forest (Bioma Araucaria and Pinus elliottii Engelmann plantation fragments, in the Parque Ecológico Vivat Floresta, Tijucas do Sul, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Norma G. Ganho

    2006-12-01

    Full Text Available Várias questões sobre a biodiversidade vêm sendo levantadas nas últimas décadas. Uma delas é o papel que as plantações florestais exóticas monoculturais desempenham na manutenção da fauna nativa, principalmente de insetos. Estudos têm demonstrado que os Coleoptera são sensíveis a variações florísticas e estruturais, em pequena escala espacial. Para analisar as possíveis diferenças na diversidade de Coleoptera entre um ambiente de floresta natural e uma plantação florestal exótica monocultural foi desenvolvido um inventário no Parque Ecológico Vivat Floresta, Tijucas do Sul, Paraná. Para tanto, durante 52 semanas (agosto de 2004 a julho de 2005, seis armadilhas malaise foram dispostas ao longo de um transecto através de dois ambientes adjacentes, com diferentes condições florísticas: três em fragmento da floresta natural (Floresta Ombrófila Mista e três na plantação de Pinus elliottii exótico. Neste primeiro estudo, as comunidades de Coleoptera foram analisadas com base na abundância e na riqueza das famílias. Foram coletados 12397 exemplares de 57 famílias. A abundância foi maior na floresta natural, decrescendo do interior desta para o interior da plantação de pinus. O ecótono - borda da floresta natural/borda da plantação de pinus - foi o mais rico em famílias. Como observado em inventários de outras localidades, os estudos apoiados em dados das famílias que se incluem nos primeiros 60% da abundância total de cada área, mostram os mesmos resultados quando são aplicados os dados de todas as famílias. Na plantação de pinus as famílias dominantes foram, pela ordem: Cerambycidae, Staphylinidae, Curculionidae, Nitidulidae, Lampyridae, Scolytidae, Chrysomelidae; na floresta natural: Chrysomelidae, Cerambycidae, Curculionidae, Lampyridae, Nitidulidae, Staphylinidae.An important question for biodiversity is what is the impact of monocultures of exotic forest trees on native fauna, especially

  7. RENTABILIDADE DE PLANTIOS DE ACÁCIA-AUSTRALIANA E DE SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUARIA-FLORESTA NO SUDOESTE DO PIAUÍ

    OpenAIRE

    Araújo, Emanuel França; Universidade Federal do Piauí; Aguiar, Adriano Saraiva; Mestrando em Ciências Florestais do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Brasília; Barbosa, Marcus Vinícius Ribeiro; Graduado em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas, Bom Jesus, Piauí; de Brito, Wédison Campos; Graduado em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas, Bom Jesus, Piauí; Cordeiro, Sidney Araújo; Professor Doutor em Ciência Florestal, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, Minas Gerais.

    2015-01-01

    Objetivou-se com este trabalho realizar análise comparativa dos rendimentos de sistemas agroflorestais e monocultivo com Acacia mangium Willd, em uma área de 10 hectares no município de Bom Jesus no Sudoeste do Estado do Piauí. Foram realizadas análises comparativas das simulações de receitas da venda do carvão vegetal para o sistema de monocultivo, sistema Taungya e integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) aos sete anos. Foram coletadas informações levantadas pelos autores, artigos cientí...

  8. Composição, estrutura e similaridade florística da Floresta Atlântica, na Serra Negra, Rio Preto - MG

    OpenAIRE

    Valente, Arthur Sérgio Mouço; Garcia, Paulo Oswaldo; Salimena, Fátima Regina Gonçalves; Oliveira-Filho, Ary Teixeira de

    2011-01-01

    Resumo A Serra Negra, no município de Rio Preto (MG), estende-se por uma região com fisionomias florestais serranas da Mantiqueira e campos altimontanos, entre as elevações do maciço do Itatiaia (RJ, SP e MG) e da Serra do Ibitipoca (MG). Com o objetivo de investigar o comportamento das variáveis comunitárias da flora arbórea em condições diferentes de altitude e alagamento, determinou-se a composição florística, estrutura e similaridade entre três fragmentos de floresta (aluvial, montana e n...

  9. Aspectos morfo-dinâmicos do Complexo Lagunar Nísia Floresta-Papeba-Guaraíras, Região Costeira Sul Oriental do RN

    OpenAIRE

    Melo, Flavia Taone Lira de

    2000-01-01

    Esta dissertação apresenta os resultados de uma pesquisa desenvolvida na área do complexo lagunar Nísia Floresta-Papeba-Guaraíras, litoral sul oriental do Estado do Rio Grande do Norte. Os objetivos principais foram o reconhecimento estratigráfico em detalhe dos depósitos lagunares e as relações da dinâmica costeira na sedimentação dos mesmos; e a análise morfo-dinâmica do área do complexo lagunar e adjacências. Para tal, foi adotada uma metodologia interdisciplinar, na qual foram associados ...

  10. Modelagem de dados do satélite Ikonos II para estimativa de micronutrientes na floresta ombrófila mista montana

    OpenAIRE

    Acco, Mônica

    2004-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo desenvolver uma metodologia utilizando imagens do satélite IKONOS II para realizar estimativas de micronutrientes na Floresta Ombrófila Mista Montana. Para o desenvolvimento desta metodologia utilizou-se de material coletado no município de General Carneiro (PR) na propriedade das Indústrias Pedro N. Pizzatto Ltda em 20 unidades amostrais primárias de 12 x 12 metros. Os materiais coletados foram separados, secos e pesados, obtendo-se, então, os teores de...

  11. Usos e diversidade da vegetação lenhosa às margens do Riacho do Navio, no município de Floresta - PE.

    OpenAIRE

    José Serafim Feitosa Ferraz

    2004-01-01

    O presente trabalho visou identificar as relações entre a comunidade local e os recursos da vegetação lenhosa nativa da mata ciliar do riacho do Navio, município de Floresta, Pernambuco, área de preservação permanente protegida por lei e situada próxima às habitações desses informantes. Foram realizados levantamentos para o estudo do conhecimento botânico local através de observação direta e entrevistas semi-estruturadas. Parcelas amostrais foram lançadas em cinco fragmentos de mata mais c...

  12. Intenção comportamental de agricultores do Oeste de Santa Catarina para a conservação de florestas nativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Zuchiwschi

    2015-03-01

    Full Text Available ResumoConciliar a conservação de florestas nativas e a produção agropecuária em estabelecimentos rurais é uma tarefa complexa que demanda abordagens sistêmicas e multidisciplinares que incluam, além de aspectos biológicos dos recursos, outros de natureza socioeconômica, cultural e mesmo psicológica. Para identificar e comparar a intenção comportamental de agricultores da região Oeste de Santa Catarina para a conservação e manejo de florestas nativas em seus imóveis rurais, foi utilizada neste trabalho a Teoria do Comportamento Planejado. Verificou-se que a Intenção Comportamental de agricultores de diferentes sistemas de produção e de agricultores com e sem dependência por recursos florestais nativos para compor a renda, diferem. Diferenças entre grupos de agricultores em relação aos resultados da Atitude e do Controle Comportamental Percebido estavam associadas de forma coerente com aspectos socioeconômicos e ambientais. Os resultados das Normas Subjetivas indicam que a família é a principal referência dos agricultores, exercendo pressão positiva para a conservação florestal.

  13. AS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E A FLORESTA OMBRÓFILA MISTA NO ESTADO DO PARANÁ

    OpenAIRE

    Pires,Paulo de Tarso de Lara; Zeni Junior,Douglas Magnus; Gaulke,Debora

    2012-01-01

    http://dx.doi.org/10.5902/198050986625O intenso processo de ocupação territorial, uso desordenado dos recursos naturais e destruição de áreas verdes iniciadas no século XIX, são os principais motivos da intensa devastação das Florestas com Araucárias. Como meio de efetivação da proteção e desenvolvimento florestal, o Brasil adotou em sua política ambiental a criação do Sistema de Unidades de Conservação nas categorias, de proteção integral e uso sustentável. Uma alternativa viável é a regulaç...

  14. Sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPP - Experiencia no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Armindo neivo Kichel

    2014-01-01

    Full Text Available Os sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta são sustentáveis e a escolha do sistema adequado à determinada localidade depende das condições edafo-climáticas e da existência de infraestrutura para suprimento de insumos, armazenagem e escoamento da produção. A produtividade e a rentabilidade são três vezes maiores para a pecuária de corte e de 10 a 30% para as lavouras de grãos em relação aos sistemas tradicionais de produção. Por outro lado, observa-se nos sistemas mais complexos (com uso de componente arbóreo o aumento do bem-estar animal e a mitigação de gases de efeito estufa.

  15. Conhecimento e utilização da floresta pelos índios Waimiri-Atroari do Rio Camanau - Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robert P Miller

    1989-01-01

    Full Text Available Os índios Waimiri Atroari têm hábitos e costumes bastantes intactos e retiram da floresta, roça e rio os materiais necessários para a alimentação, utensílios e moradia. Este trabalho objetivou fazer um levantamento preliminar do conheciamento e utilização da floresta pelos índios. Foram inventariados todas as árvores com DAP > 6cm em cinco parcelas de 10 x 20m, localizadas 0,5km da aldeia, ao longo de um transecto abrangendo um gradiente de terra firme - baixio. Foram coletadas amostras para herbário e anotadas informações sobre uso e nome indígena. Em 0.1 hectare foram encontradas 135 árvores de 60 espécies, sendo as famílias mais comuns: Lecythidaceae, Leguminosae sensu latu, Burseraceae, Bombacaceae e Lauraceae. Noventa e cinco por cento dessas espécies eram identificadas com um nome específico na língua Waimiri Atroari e as demais receberam um nome genérico ("wiwe ' que quer dizer árvore. De uma amostra de 34 espécies sessenta e cinco por cento tinham algum uso específico. Estes dados demonstram um alto grau de conhecimento e utilização da floresta pelos Waimiri Atroari.The Waimiri Atroari retain much of their original culture and take from the forest, river, and plantations their food and most of the materials necessary fpr construction, craft, and medicines. This study attempted to quantify their knowledge and use of forest. Five quadrats of 10 x 20m (total = 0,1 hectare were located along a transition from "terra firme" (upland to "baixio" (stream valley. Herbarium specimens were collected from trees above 6cm DBH, and Indian names and uses were recorded. In 0,1 hectare, 135 trees belonging to 60 species were found. Lecythidaceae, Leguminosae (sensu latu, Burseraceae, Lauraceae and Bombacaceae were the commonest families. Ninety-five percent of the species received a Waimiri Atroari name, and in a smller sample (n = 34, sixty-five percent of the species had some specific use. These results show a high degree of

  16. ESTRUTURA FITOSSOCIOLÓGICA DO COMPONENTE ARBÓREO DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA OMBRÓFILA DENSA NA MATA SUL DE PERNAMBUCO, NORDESTE DO BRASIL

    OpenAIRE

    Costa Junior, Roberto Felix; Ferreira, Rinaldo Luiz Caraciolo; Rodal, Maria Jesus Nogueira; Feliciano, Ana Lícia Patriota; Marangon, Luiz Carlos; Silva, Wegliane Campelo da

    2008-01-01

    RESUMO O objetivo deste trabalho foi descrever a fisionomia e a estrutura de um fragmento de Floresta Ombrófila Densa localizado no município de Catende, Pernambuco. Foram mensuradas todas as árvores com de DAP (diâmetro a altura do peito) ≥ 4,77 cm em quarenta parcelas (10 x 25 m), instaladas sistematicamente em cinco transectos. Observou-se 1.049 indivíduos, distribuídos em 91 espécies, 64 gêneros e 37 famílias botânicas. Mimosaceae e Lauraceae foram as famílias com maior número de espécies...

  17. Fungos micorrízicos arbusculares na recuperação de florestas ciliares e fixação de carbono no solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Luiz Braghirolli

    2012-06-01

    Full Text Available A associação micorrízica arbuscular estabelecida entre os fungos micorrízicos arbusculares (FMAs - Filo Glomeromycota e as raízes das plantas tem papel fundamental na sobrevivência e nutrição das plantas. Nesta revisão, é salientado que a tríade floresta ciliar-fixação de carbono-fungos micorrízicos arbusculares deve ser considerada uma estratégia ambientalmente correta para recuperar áreas outrora ocupadas por florestas ciliares. São apresentadas brevemente as classes de solos que ocorrem em ambientes ripários e a entrada de carbono (C nos ecossistemas terrestres. Posteriormente, é enfatizado que os fungos micorrízicos arbusculares possuem papel importante no processo de fixação de carbono no solo, visto seus efeitos na absorção de nutrientes pelas plantas e aumento na produção de biomassa vegetal em espécies arbóreas, principalmente espécies pioneiras e secundárias iniciais, utilizadas na recuperação de florestas ciliares. Outrossim, as hifas externas desses fungos impactam a estrutura do solo tanto fisicamente, pela ação física das hifas, como bioquimicamente, pela produção de uma glicoproteína. As estruturas diferenciadas pelos fungos, como esporos e hifas, também servem como via de entrada de C no solo, por meio de componentes celulares ricos em C. A recuperação de florestas ciliares pelo plantio de espécies arbóreas resulta na emergência de um novo serviço ambiental: a fixação de C, a qual pode ser incrementada quando no processo de recuperação seja considerada a inoculação com fungos micorrízicos arbusculares.

  18. Estoque e frações de carbono orgânico e fertilidade de solo sob floresta, agricultura e pecuária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marihus Altoé Baldotto

    2015-06-01

    Full Text Available O entendimento dos fenômenos de trocas de carbono entre solo, água e atmosfera é fundamental para o manejo e a conservação de ecossistemas naturais e agrários. Os objetivos deste trabalho foram determinar os estoques de carbono orgânico, as suas frações e a fertilidade do solo sob os manejos florestal (mata remanescente, integrando agricultura e florestas (eucalipto e cutieira e em monoculturas agrícola (sob pivô central e pastoril (braquiária, na Bacia do Rio Paraopeba, em Florestal-MG, visando a propor indicadores para a avaliação de manejo e conservação do solo. As amostras de solo foram coletadas em remanescente de mata nativa (Mata, em área agrícola cultivada sob irrigação de pivô central (Pivô e em áreas de cultivo de Corymbia citriodora (Corymbia citriodora (Hook. K.D. Hill & L.A.S. Johnson (Eucalipto, Joannesia princeps Vell. (Cutieira e Brachiaria decumbens Stapf (Pasto, nas profundidades de 0 a 20 e 20 a 40 cm. Os resultados indicaram que as estimativas dos estoques e de estabilidade do carbono orgânico aumentaram com a fertilidade do solo. Os sistemas florestais, principalmente a Mata, acompanhada pelos sistemas de manejo do solo integrando florestas à pastagem, em comparação com o cultivo contínuo ou a monocultura de pastagem, apresentaram estoques de carbono maiores, mais estáveis e menos solúveis, com formas mais aromáticas e hidrofóbicas (maior relação AH/AF, indicando menor potencial de lixiviação de carbono para o sistema aquático adjacente.

  19. Padrões de distribuição de BRIÓFITAS na FLORESTA ATLÂNTICA do NORDESTE do BRASIL: Relações ambientais, biogeográficas e conservação

    OpenAIRE

    Silva, Mércia Patrícia Pereira

    2013-01-01

    Os padrões de distribuição de briófitas são atribuídos principalmente a filtros ambientais e à competição (similaridade limitante) por recursos ambientais. Assim, foi objetivo desse trabalho determinar quais fatores regem a distribuição de briófitas, em escala regional, na Floresta Atlântica do Nordeste do Brasil. Foram realizados inventários brioflorísticos em 13 localidades na região (ao longo de seis graus de latitude) e, para cada uma, compilaram-se variáveis geográficas, c...

  20. CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO DE BORDA NA COLONIZAÇÃO DO EPIFILO EM UM FRAGMENTO FLORESTAL

    OpenAIRE

    Michele Matos dos Santos; Jessika da Silva Nunes; Carine Emer

    2017-01-01

    Em florestas tropicais, o efeito de borda gerado pela fragmentação do habitat causa mudanças na estrutura das comunidades e nos processo ecológicos. Neste trabalho testamos como o efeito de borda influencia a taxa de cobertura do epifilo em um fragmento de floresta tropical. Realizamos o estudo na ARIE Santa Genebra, no interior e na borda da mata. Estabelecemos 10 transectos de 50m em cada habitat e a cada 5m, coletamos as folhas que tocassem um bastão de 1m altura. Coletamos um total de 659...

  1. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Candeloro Campoi

    2011-12-01

    Full Text Available O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885, mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797, autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762. O artigo apresentado contextualiza o livro de Wollstonecraft no período, enfoca a trajetória da autora brasileira e a influência do Positivismo na sua obra, principalmente no que tange ao papel social das mulheres.

  2. Impactos da redução da pluviometria na biomassa aérea da Floresta Amazônica Impacts of a reduction in precipitation in the aerial biomass of the Amazon Forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glayson F. B. das Chagas

    2012-01-01

    Full Text Available Este estudo foi desenvolvido na Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará, Brasil, com o objetivo de se analisar os efeitos da redução da precipitação pluvial na biomassa aérea e a mortalidade das árvores na área basal de uma floresta tropical, dentro do Projeto ESECAFLOR (LBA. Utilizaram-se duas parcelas experimentais, cada uma medindo um hectare de floresta tropical, sendo a parcela A submetida às condições normais do clima e a parcela B com exclusão de aproximadamente 90% das chuvas. As análises dos parâmetros de crescimento da floresta apresentadas neste estudo, se referem aos dados mensais obtidos durante o período experimental de 2005 a 2009, nas duas parcelas experimentais. Os resultados desta pesquisa permitem concluir que a redução da precipitação pluvial sobre a floresta afeta significativamente todos os parâmetros de crescimento das árvores, cuja principal evidência é de que o efeito da exclusão de chuva provoca redução da área basal florestal, em especial daquelas com diâmetro a altura de peito maior que 10 cm. Os resultados também indicam que o aumento na taxa de mortalidade das árvores e a consequente perda de biomassa vegetal, são maiores na área com exclusão de chuva que nas florestas submetidas às condições naturais do clima.This study was conducted in Caxiuanã National Forest, Pará, Brazil, to analyze the effects of decrease in rainfall on biomass, tree mortality and basal area of tropical rainforest within ESECAFLOR Project (LBA. Two experimental sectors with one hectare each of natural forest were utilized. Plot A was maintained under natural conditions of climate and Plot B with rainfall exclusion of about 90%. The growth parameters presented in this study refer to monthly data during the experimental period from 2005 to 2009 for the two experimental plots. Results showed that a decrease in rainfall affected significantly all tree growth parameters over forest. The main evidence for this is

  3. Anurofauna de um remanescente alterado de floresta estacional semidecidual as margens do Rio Paranapanema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edi M. Nazaretti

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Com o declínio evidente de populações de anfíbios causadas pela alteração do hábitat, muitas áreas que estão inseridas em hotspots do Brasil ainda precisam ser estudadas, a fim de aumentar o conhecimento sobre a anurofauna e fornecer melhores perspectivas de conservação. Um dos ecossistemas criticamente ameaçados é a Floresta Estacional Semidecidual (FES, cuja extensão foi reduzida a aproximadamente 7% da cobertura original, dispersos em pequenos fragmentos. O objetivo deste estudo foi descrever a anurofauna de uma localidade inserida em paisagem de FES na região da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema, considerada uma lacuna geográfica no conhecimento de anfíbios. Além disso, foi avaliada a eficiência de métodos de amostragem de anuros e verificada a similaridade com taxocenoses inseridas em FES e/ou Cerrado de diferentes regiões da mesma bacia hidrográfica. O estudo foi conduzido nas margens do Rio Paranapanema, divisa dos estados de São Paulo e Paraná. Foram realizadas nove fases de campo trimestrais, entre novembro de 2005 a novembro de 2007 que resultou em um esforço de 45 dias de amostragem. Foram registradas 25 espécies de anfíbios anuros distribuídas em seis famílias. Pelo método de amostragem em sítio de reprodução obteve-se o maior registro de espécies (88,5%. O método de armadilhas de interceptação e queda também foi eficiente, proporcionando o registro de cerca de 45% das espécies, além de possibilitar o registro exclusivo de Physalaemus nattereri (Steindachner, 1863 eRhinella ornata (Spix, 1824. Além disso, 90% das espécies terrícolas registradas, que são tipicamente categorizadas como espécies de área aberta, foram registradas no interior dos remanescentes florestais por este método. Através da comparação com as outras taxocenoses, verificou-se uma alta dissimilaridade de espécies mesmo em áreas mais próximas e que a composição de espécies entre as localidades n

  4. Adaptação das plantas ao fogo: enfoque na transição floresta - campo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heringer Ingrid

    2001-01-01

    Full Text Available A presença de campos entremeados pela floresta de araucária, na região do planalto meridional sul brasileiro, surpreende os estudiosos, pois a vigorar o clima atual, de maiores precipitações, a tendência seria o desenvolvimento de vegetação florestal. Os distúrbios, sobretudo a interação fogo-pastejo, e as baixas temperaturas da região, são os grandes responsáveis pelos limites e expansão da floresta latifoliada, e predomínio daquele tipo de vegetação. A vegetação campestre e arbórea submetida por longo período a fogos recorrentes desenvolveu uma série de estratégias no sentido de tolerar, evitar ou responder ao fogo. A resposta individual das plantas ao fogo envolve alterações morfológicas e fisiológicas, enquanto, na comunidade, observam-se mudanças na dinâmica da associação entre espécies. Na vegetação campestre, as gramíneas são o componente da comunidade mais tolerante ao fogo, devido ao contínuo crescimento dos meristemas intercalares e de novos afilhos que crescem protegidos no solo ou na bainha de folhas velhas. O fogo estimula o florescimento em plantas cuja forma de crescimento evita grande perda de material na queima. Também promove a liberação de sementes através do choque térmico ou de substâncias liberadas na fumaça. Na comunidade, os efeitos do fogo sobre as plantas são sentidos em relação ao modo de sobrevivência, natureza e localização dos tecidos regenerados. O comportamento das plantas em relação à queima pode ser como dependentes (estímulo à reprodução, resistentes (estímulo ao rebrote, ou plantas que evitam o fogo (ciclo anual. Portanto, o fogo tem complexos efeitos sobre a estrutura da vegetação, sendo que espécies vegetais sensíveis e tolerantes à queima tem diferentes sítios de preferência no ambiente.

  5. CARACTERIZAÇÃO ESPAÇOTEMPORAL DE DUAS FLORESTAS ESTACIONAIS DO OESTE BAIANO, BARREIRAS-BA - DOI 10.5216/bgg.v32i1.18961

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiany Caroline Joner

    2012-06-01

    Full Text Available Em estudos com fitofisionomias do Bioma Cerrado, as florestas estacionais estiveram entre as formações com maior carência de estudo. Apesar do aumento expressivo de pesquisas nos últimos anos, elas se concentram em estados do sul e sudeste brasileiro, já em boa parte do Cerrado nordestino, ainda há muitas lacunas no conhecimento dos processos ecológicos que as envolvem. Este artigo tem como objetivo suprir parte dessa deficiência ao descrever a estrutura espacial e a dinâmica da cobertura vegetal de duas florestas estacionais. Ao longo da paisagem regional, essas fitofisionomias, em que estão restritas a eixos de drenagem próximos às vertentes dos chapadões dominantes na região. Para a avaliação espaço-estrutural das duas fitofisionomias, foram elaborados diagramas de perfis de vegetação e análise florística, já a dinâmica temporal foi observada através do cálculo do Índice de Área Foliar (LAI das estações chuvosa e seca usando como referência imagens de satélite. Averiguou-se que as florestas estudadas possuem características estruturais e florísticas diferenciadas, as quais têm papel fundamental na dinâmica temporal percebida pelo LAI, cujos índices são semelhantes na estação chuvosa, distinguindo-se significativamente na estação seca. Este estudo demonstra a importância dessas metodologias na definição de unidades da paisagem.

  6. Diversidade de Lepidoptera (Papilionoidea e Hesperioidea em dois fragmentos de floresta no município de Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul, Brasil Diversity of Lepidoptera (Papilionoidea e Hesperioidea in two fragments in Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Giovenardi

    2008-01-01

    Full Text Available Foram realizados levantamentos mensais em duas localidades no Município, fragmento da Vila Faguense e do Santuário de Schoenstatt, os quais distam entre si em 1.500 m, entre março de 2005 e abril de 2006. Em 140 horas de amostragem foram registrados 3.123 indivíduos distribuídos em 169 espécies. Nymphalidae foi a família mais amostrada com aproximadamente 53% das espécies registradas. Nove espécies ainda não haviam sido registradas para o Estado. O índice de Diversidade de Shannon-Wiener foi maior no fragmento da Vila Faguense, local menos perturbado. Os índices de dominância de Simpson e Berger-Parker foram mais representativos no Santuário de Schoenstatt, com maior número de espécies abundantes. Foram registradas em Frederico Westphalen 126 (74,55% espécies acidentais, 25 acessórias (14,80% e 18 constantes (10,65%.A systematic survey was carried out in two localities of the Municipal District of Frederico Westphalen, fragment of Villa Faguense and Schoenstatt's Sanctuary, situated 1,500 m apart, from March 2005 to April 2006. In 140 hours of sampling, 3123 individuals, distributed in 169 species, were registered. Nymphalidae was the most sampled with approximately 53% of the recorded species. Nine species sampled were still no registered for the State. The Shannon-Wiener diversity index was higher in fragment of Villa Faguense, place less disturbed. The Simpson and Berger-Parker dominance indexes had been more representative in fragment of Schoenstatt Sanctuary, with higher number of abundant species. Among the species captured 126 (74,55% are accidental, 25 (14,80% are accessory and 18 (10,65% are constant.

  7. Caracterização fisionômica - estrutural de um remanescente de floresta ombrófila montana de Pernambuco, Brasil Physiognomic and structural characterization of a montane rain forest remnant in Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elba Maria Nogueira Ferraz

    2006-12-01

    Full Text Available As florestas ombrófilas montanas de Pernambuco são pouco estudadas quanto a fisionomia, florística, estrutura e semelhanças com as florestas de terras baixas. Visando este entendimento, foi realizada a caracterização fisionômica-estrutural do maior remanescente (São Vicente Férrer, 600 ha dessa floresta no Estado e sua comparação com outras florestas ombrófilas nordestinas de terras baixas e montanas. A área estudada localiza-se na encosta oriental do planalto da Borborema (07º38' S e 35º30' W, em altitudes entre 600 e 640 m, e tem precipitação média anual de 1.103 mm. Foram alocadas 50 parcelas de 10×20 m e incluídos os indivíduos com DAP > 5 cm. Os 1.521 indivíduos amostrados pertenceram a 58 famílias, 96 gêneros e 152 espécies. Cerca de 50% deles tiveram altura entre 6,1 e 12,0 m e diâmetro entre 5 e 10 cm, sendo representados, predominantemente, por Clusiaceae, Quiinaceae, Myrtaceae e Sapindaceae. As famílias de maior valor de importância (Myrtaceae, Clusiaceae, Moraceae, Mimosaceae, Caesalpiniaceae, Vochysiaceae, Myristicaceae, Elaeocarpaceae, Lecythidaceae e Anacardiaceae foram dominantes em diferentes classes de altura, tiveram número de espécies variado (1 a 10 e, geralmente, as maiores densidades. A floresta estudada foi melhor relacionada em composição de espécies e famílias com as florestas de terras baixas, embora tenha se destacado pela elevada riqueza de taxa, maior altura e principalmente pela abundância de famílias e espécies pouco comuns às florestas ombrófilas de terras baixas de Pernambuco.The montane forests of Pernambuco, Brazil, are poorly understood in relation to their flora, physiognomy, structure, and similarity to lowland forests. The physiognomy and structure of the largest ombrophilous forest fragment in the state of Pernambuco (São Vicente Ferrer, 600 ha were described and compared with other montane and lowland forests in northeastern Brazil. The study site is located on the

  8. Florestas estacionais e áreas de ecótono no estado do Tocantins, Brasil: parâmetros estruturais, classificação das fitofisionomias florestais e subsídios para conservação Seasonal forests and ecotone areas in the state of Tocantins, Brazil: structure, classification and guidelines for conservation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Flores Haidar

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever a riqueza, estrutura e diversidade de espécies arbóreas em áreas de Floresta Estacional e ecótono (Floresta Estacional/Floresta Ombrófila no estado do Tocantins, buscando subsídios para a conservação, manejo florestal, compensação de reserva legal e recuperação ambiental, além de discutir as identidades fitogeográficas em comparação com outras florestas do Brasil. Em 18 bacias hidrográficas, conduziu-se amostragem da vegetação arbórea (DAP > 5 cm de 22 áreas (amostras por meio do inventário de 477 parcelas de 400 m². Foram elaboradas análises de classificação pelo método TWINSPAN, em duas escalas distintas. A primeira avaliou a diversidade beta entre as parcelas amostradas no estado do Tocantins e a segunda buscou analisar a similaridade das florestas do Tocantins em relação a outras florestas do bioma Cerrado e suas áreas de tensão ecológica. As florestas amostradas apresentaram ampla variação em termos de riqueza (33 a 243 espécies, densidade (486 a 1.179 ind.ha-1, área basal (14,04 e 37,49 m².ha-1, índices de diversidade (H´ = 2,75 a 4,59 e de equabilidade (J´= 0,72 a 0,86. As análises de classificação convergiram para resultados comuns, identificando quatro ambientes dissimilares em termos florísticos e estruturais no estado do Tocantins: Floresta Estacional Decidual, Floresta Estacional Semidecidual, ecótono Floresta Estacional Semidecidual/Floresta Ombrófila e ecótono Floresta Estacional Decidual/Floresta Ombrófila. A fim de manter a diversidade de plantas e de ambientes na região de transição Floresta Amazônica e Cerrado, sugere-se que o processo de criação de unidades de conservação no estado do Tocantins deva ser intensificado e tenha como base para seleção das áreas critérios biogeográficos.The purpose of this study was to describe the richness, structure and diversity of tree species occurring in seasonally dry forests and some ecotone

  9. Análise multivariada para estratificação volumétrica de uma floresta ombrófila densa de terra firme, Amazônia Oriental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Agostinho Lopes de

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi propor um método de estratificação em classes homogêneas de estoque volumétrico da floresta ombrófila densa de terra firme não explorada, empregando-se as técnicas de análises de agrupamento e discriminante. A pesquisa foi conduzida na Unidade de Manejo Florestal (UMF da Fazenda Tracajás (02º35'53"S e 47º47'10"W, pertencente à empresa Nova Era Agroflorestal, de propriedade do Grupo Rosa Madeireira, Município de Paragominas, Estado do Pará. Foi realizado um censo (100%, no qual se estimaram os volumes do fuste comercial das árvores com dap > 45 cm de 55 espécies comerciais em 49 talhões de exploração com 10 ha cada um. Reuniram-se os volumes estimados do fuste comercial das árvores individuais por talhão em ordem crescente. Elaborou-se uma matriz X de dados desses volumes, em que cada variável x ij representou o i-ésimo volume classificado no j-ésimo talhão. A matriz X foi utilizada como input nas análises de agrupamento e discriminante. A aplicação da análise de agrupamento, método de Ward, resultou em agrupamentos hierárquicos dos talhões em classes de estoques. A análise do dendrograma permitiu estratificar o povoamento em três grupos homogêneos e distintos, denominados classes I, II e III de estoques volumétricos. A análise discriminante, método de Fisher, indicou que 100% dos talhões foram corretamente classificados. A classificação multivariada da floresta em classes de estoques volumétricos mostrou-se um método eficiente na estratificação de áreas homogêneas de florestas ineqüiâneas, as quais podem se constituir em estratos, compartimentos, classes de sítio e unidades de produção anual.

  10. Análise faunística de abelhas Euglossina (Hymenoptera: Apidae em ambientes de floresta nativa e plantios de Acacia mangium no Estado de Roraima. = Faunal analysis of the Euglossina bees (Hymenoptera: Apidae within the native Forest and plantations of Acacia mangium in the Brazilian State of Roraima.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Fernandes Tavares Maia

    2008-12-01

    Full Text Available Objetivou-se com o presente trabalho comparar a Fauna de abelhas Euglossina de mata nativa com plantios de Acacia mangium (Mimosaceae atraídas por iscas odoríferas. Foram utilizadas armadilhas de garrafas de politereftalato de etila (PET, contendo fragrâncias de salicilato de metila e eugenol. As abelhas foram retiradas das armadilhas em intervalos de 30 em 30 minutos a contar das 6 horas até as 12 horas de cada dia de coleta. Foram selecionados três locais em mata nativa (Ilha de Maracá, Serra Grande e Itã e três em plantios de Acacia mangium (Haras Cunhã-Pucá, Fazenda Jacitara e Fazenda Umirizal. Em cada local de coleta as abelhas foram capturadas em um único dia, perfazendo um total de 6 dias de coletas para todos os locais. Foram coletados 123indivíduos de 21 espécies. Nos pontos de coleta nos plantios de Acacia mangium foram coletados 35 indivíduos pertencentes a 12 espécies e em mata nativa foram coletados 88 indivíduos pertencentes a 17 espécies. As espécies mais abundantes foram Eulaema pseudocingulata (48 espécimes, Eul. meriana (12 espécimes, Eul. cingulata (11 espécimes, Euglossa augaspis (10 espécimes e Eug. amazonica (8 espécimes. Os pontos de coleta nos plantiosde Acacia mangium apresentaram baixa diversidade e abundância quando comparados com os pontos de coleta em mata nativa. = The objective of this study was to compare the Fauna of the Euglossina bees of native forest and plantings of Acacia mangium collected with odoriferous baits. Traps made from PET bottles were used, and contained fragrances of methyl salicilate and eugenol. The bees were removed from the traps in intervals of 30 in 30 minutes from 6 am to 12 pm every day during the period of collection. Three places were selected within the native forest (Island of Maracá, Serra Grande, and Itã, and from three plantations of Acacia mangium (Cunhã-Pucá farm, Jacitara farm and Umirizal farm. In each area of collection,the bees were captured on a

  11. A riqueza e composição de formigas como indicadores dos efeitos do manejo florestal de baixo impacto em floresta tropical no estado do Acre Richness and composition of ants as indicators of the reduced impact logging in tropical forest in the state of Acre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Nakayama Miranda

    2013-02-01

    Full Text Available A sustentabilidade da extração madeireira seletiva depende de avaliações de impacto e monitoramento dos fatores abióticos, vegetação e fauna. Os objetivos deste trabalho foram estimar e comparar a riqueza e composição de formigas em área de manejo florestal sustentável de baixo impacto, no Projeto de Assentamento Chico Mendes, no Acre. As coletas foram realizadas com armadilhas pitfall e extrator de Winkler, em 30 parcelas de 10 x 10 m. As parcelas foram igualmente distribuídas em três tratamentos: (1 manejo - base de árvores exploradas em 2007; (2 queda natural - base de árvores caídas naturalmente em área não manejada; e (3 controle - parcela sem queda de árvore na mesma área não manejada. Para a caracterização da vegetação, foram tomadas medidas das variáveis: densidade arbórea e arbustiva, área basal arbórea e de árvores caídas, espessura de serapilheira e cobertura de dossel. A densidade arbórea foi significantemente maior no tratamento controle que no manejo. Diferenças significativas foram encontradas em cobertura de dossel entre os tratamentos controle e manejo e controle e queda natural. Foram coletadas 88 espécies de formigas, distribuídas em sete subfamílias. Não houve diferença na riqueza de espécies entre os tratamentos. Embora menor similaridade tenha sido encontrada entre os tratamentos manejo e controle, não foram observadas grandes diferenças na composição entre eles. Esses resultados indicaram que, nessa área, a atividade de extração madeireira de baixo impacto não afetou a assembleia de formigas, portanto, funcionalmente, essa forma de manejo não acarretou alterações no ecossistema em relação aos serviços associados às formigas.The sustainability of selective logging depends on impact assessments and monitoring of abiotic factors, vegetation and fauna. In this study, the richness and composition of ants were estimated and compared in forest submitted to reduced

  12. Composição Florística do estrato arbóreo da Floresta Estacional Semidecidual na Planície Aluvial do rio Doce, Linhares, ES, Brasil Floristic composition of the tree layer in Atlantic forest on the rio Doce alluvial floodplain, Espírito Santo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samir Gonçalves Rolim

    2006-09-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta a flora de espécies arbóreas e palmeiras na floresta estacional semidecidual na planície aluvial do rio Doce, uma área de cerca de 20.000 ha, a partir de Linhares (ES até próximo à foz no oceano atlântico. Foram determinadas 408 espécies (27 classificadas em gênero e 59 famílias, entre arbóreas e palmeiras. Por meio da análise de agrupamento, foi evidenciado que a floresta do rio Doce é muito semelhante floristicamente à floresta estacional dos tabuleiros terciários, que estas se agrupam com as florestas estacionais do rio Doce em MG e que, por sua vez, todas estas se agrupam com as florestas ombrófilas do sul da Bahia, sendo o conjunto nitidamente separado das outras formações ombrófilas costeiras. Foram encontradas dezenas de espécies deocorrência restrita ou pouco frequentes em levantamentos na floresta atlântica, enfatizando a importância da área para conservação da biodiversidade. Pelo fato das matas de cacau na região abrangerem mais de 80% dessa área, sugere-se a delimitação de uma Área de Proteção Ambiental, que permita conciliar o cultivo do cacau com a proteção da biodiversidade.The tree and palm flora was studied in the Atlantic forest of the rio Doce alluvial floodplain, in a 20,000ha area, between Linhares (Espírito Santo State and the Atlantic Ocean. The floristic survey recorded 408 species and 59 families. Floristic composition was compared to other forests of São Paulo, Minas Gerais, Bahia and Rio de Janeiro states using cluster analysis. The forest flora of the study area was most similar to that of forests in Espírito Santo, Minas Gerais, and Bahia. Dozens of species in the study area are restricted and rare in Atlantic forest; this area deserves special attention for biodiversity conservation. The Brazilian government should pay heed to the biological importance of this area and declare it an Environmental Protection Area, a type of conservation unit where

  13. Comparação quantitativa da comunidade de aves de um fragmento de floresta semidecidual do interior do Estado de São Paulo em intervalo de 30 anos A 30-year quantitative comparison of the bird community of a semideciduous forest remnant in the state of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vagner Cavarzere

    2012-12-01

    Full Text Available Poucos estudos avaliaram em longo prazo a variação no tamanho populacional das espécies de aves em fragmentos florestais. Para avaliar a riqueza e a abundância específica da comunidade de aves de um remanescente de mata semidecidual do interior do Estado de São Paulo, sudeste do Brasil, foi conduzido o censo da avifauna florestal utilizando-se a metodologia de contagem em transecção. Estes resultados foram comparados com levantamento realizado na mesma localidade 30 anos antes, e as aves foram classificadas de acordo com suas categorias alimentares com a finalidade de associá-las à tendência ao aumento/diminuição de suas abundâncias após este intervalo de tempo. Embora tenha havido predominância de espécies com diminuição populacional, todas as categorias tróficas analisadas apresentaram também espécies com aumento em suas abundâncias. A maioria das espécies com propensão a deslocarem-se entre fragmentos apresentou diminuição em suas abundâncias. Sugerimos que, em relação a suas abundâncias específicas, as categorias tróficas são igualmente afetadas pelos processos da fragmentação, e que a regeneração florestal sofrida pelo remanescente pode ter resultado na perda de espécies de bordas. Espécies cujas abundâncias tenham reduzido neste intervalo de tempo podem sofrer extinção local futuramente.Few studies have evaluated long-term changes in avian abundance in forest remnants. To compare both species richness and abundance of the bird community in a forest fragment located in the municipality of Gália, state of São Paulo, southeastern Brazil, we surveyed forest birds using transect counts. We compared our results with a survey conducted 30 years earlier at the same locality and further classified bird species according to their food habits to eventually predict fluctuations of specific abundance. Although species with population declines predominated in the community, all trophic categories had species

  14. Microhabitat de Habia rubica (Vieillot e Trichothraupis melanops (Vieillot (Aves, Emberizidae, Thraupinae, em uma floresta atlântica do sul do Brasil Microhabitat of Habia rubica (Vieillot and Trichothraupis melanops (Vieillot (Aves, Emberizidae, Thraupinae in an Atlantic Forest, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando de Lima Fávaro

    2005-03-01

    Full Text Available Este estudo identifica quais variáveis caracterizam os microhabitats de Habia rubica (Vieillot, 1817 e Trichothraups melanops (Vieillot, 1818 e verifica o padrão de abundância dessas espécies em relação aos parâmetros de microhabitat. Análise de componentes principais mostrou as variáveis de microhabitat mais importantes para cada espécie. O microhabitat de H. rubica foi caracterizado pelo estrato médio aberto e sub-bosque denso e rico em samambaias, arvoretas, herbáceas e cipós; esta espécie apresentou maior abundância nos locais ricos em tais variáveis. Para T. melanops, as variáveis mais importantes foram samambaias, arbustos, arvoretas, herbáceas, cipós, árvores de grande porte e quantidade de árvores com briófitas; a abundância desta espécie não foi relacionada com a densidade dessas variáveis talvez devido aos seus hábitos generalistas.This study identifies which variables characterize the microhabitats of Habia rubica (Vieillot, 1817 and Trichothraupis melanops (Vieillot, 1818 and verifies the pattern of abundance of these species in relation to the parameters of microhabitat. Principal components analysis showed the variables of microhabitat more important for each species. The microhabitat of H. rubica was characterized for the middle stratum open and understory unclear, rich in ferns, young trees, herbs and lianes; this species presented higher abundance in places rich in such variables. For T. melanops, the variables more important were understory unclear with ferns, shrubs, young trees, lianes and herbs, large trees and number of trees with bryophytes; the abundance of this species was unrelated with the density of these variables perhaps due to their generalist habits.

  15. Cupins de duas florestas de restinga do nordeste brasileiro Termites from two restinga forests of Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Vasconcellos

    Full Text Available A estrutura da comunidade de cupins foi avaliada em duas florestas de restinga localizadas nos municípios de Mataraca e Cabedelo, Estado da Paraíba. Um protocolo padronizado de amostragem foi aplicado em cada área. Vinte e cinco espécies foram encontradas, sendo 19 em Mataraca e 15 em Cabedelo, com 9 espécies comuns às duas localidades. As espécies de Nasutitermitinae e as do grupo dos comedores de madeira foram dominantes em ambas as áreas. A baixa riqueza de espécies, em comparação com outros ecossistemas do Nordeste, e a baixa freqüência de encontros de humívoros e da subfamília Apicotermitinae podem estar relacionadas com as propriedades do solo das restingas. As espécies construtoras de ninhos conspícuos (todos arborícolas foram Armitermes holmgreni Snyder, 1926, Microcerotermes exiguus (Hagen, 1858, M. strunckii (Sörensen, 1884, Nasutitermes corniger (Motschulsky, 1855, N. ephratae (Holmgren, 1910, e N. macrocephalus (Silvestri, 1903. A fauna mostrou-se composta por espécies características de outras formações vegetais, principalmente Mata Atlântica e Cerrado, neste caso estando de acordo com o padrão geral de distribuição estabelecido pelas comunidades vegetais e pela fauna de vertebrados estudados em outras restingas brasileiras.The structure of termite communities was evaluated at two restinga forests (a characteristic type of vegetation occurring on nutrient-poor sandy soils along the Brazilian coastline, located in the municipalities of Mataraca and Cabedelo, State of Paraíba. A standardised sampling protocol was used in both sites. Twenty-five species were found, 19 of them at Mataraca and 15 at Cabedelo, with just 9 species in common to both sites. Species of Nasutitermitinae and wood-feeding groups were dominant at both study sites. The low species richness and frequency of humus-feeders species, and species of the subfamily Apicotermitinae as well, seem to be related to the restinga soil properties. The

  16. ANÁLISE DE AGRUPAMENTO DA VEGETAÇÃO DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL ALUVIAL, CACHOEIRA DO SUL, RS, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Luiz Contente de Barros

    2004-04-01

    Full Text Available No estado do Rio Grande do Sul, as florestas ripárias se encontram alteradas pela ação antrópica formando fragmentos. O estudo teve como objetivo analisar a estrutura e florística interna dessas florestas o que subsidiará informações para o restabelecimento desses ecossistemas. A área escolhida foi um fragmento (30o04’36”S; 52o53’09”W, de 4 ha, localizada no município de Cachoeira do Sul, RS, no Baixo Rio Jacuí. As espécies arbóreas, arbustivas e lianas (somente quanto à forma de vida foram inventariadas, utilizando-se faixas perpendiculares ao rio, distanciadas por 50 m, as quais apresentaram 10 m de largura e comprimento que variou com a largura da floresta. As faixas foram divididas em unidades amostrais de 10 x 10 m, nos quais foram identificados indivíduos com circunferência a 1,3m (CAP 15 cm, registrados os valores de circunferência e altura. Os dados de densidade por espécie formaram uma matriz (70x42 utilizada na análise multivariada. A presença de agrupamentos de espécies no interior do fragmento foi avaliada pelo TWINSPAN (Two-way indicator species analysis, com base no qual foi constatada a existência de três subformações florestais (S-F1, S-F2 e S-F3. A S-F1 foi caracterizada por ter maior influência das enchentes e lençol freático mais próximo da superfície; a S-F2 ocorreu na parte central do fragmento, mas apresentou forte influência dos extravasamentos causados pelas enchentes; e na S-F3, também na porção central, ocorreu maior influência do lençol freático. As espécies indicadoras das subformações foram: Sebastiania commersoniana e Eugenia uniflora (S-F1; Gymnanthes concolor, Cupania vernalis e Seguieria aculeata (S-F2; e Casearia sylvestris e Allophylus edulis (S-F3. Portanto, em projetos de preservação, conservação e restabelecimento desses ecossistemas, a comunidade florestal não pode ser tratada unicamente como ripária, mas considerando as variações ambientais e

  17. Ajuste do modelo de Reineke para estimativa da linha de máxima densidade na Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro Alcir Meyer

    2013-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estudar a relação entre a densidade de árvores por hectare e o diâmetro médio de uma Floresta Estacional Decidual, bem como ajustar o modelo Reineke para descrever esse comportamento, comparando o desempenho de diferentes métodos. A área de estudo localiza-se no Município de Silveira Martins, na região central do Rio Grande do Sul, e encontra-se em estágio inicial de sucessão, após o uso agrícola. As informações referentes ao número de árvores por hectare e ao diâmetro médio foram obtidas por meio do método de densidade pontual proposto por Spurr. As amostras foram tomadas nos estágios iniciais de uma floresta secundária, escolhendo-se áreas onde predominava o camboatá-vermelho (Cupania vernalis. Como as florestas naturais apresentam espaçamento irregular, a densidade é bastante variável. Assim, para selecionar apenas parcelas em alta densidade, foram escolhidas áreas onde se verificava a ocorrência de indivíduos mortos. Foram testados diferentes métodos para estimar o limite superior da linha de autodesbaste: a análise de regressão (para todos os dados e densidade relativa maior que 60%, corrigindo o intercepto para que os resíduos fossem negativos; o ajuste manual; o de densidade relativa (DR>90%; e a análise de fronteira estocástica. O método que melhor estimou a máxima densidade foi a análise de regressão com dados de no mínimo 60% da densidade máxima, obtendo-se um coeficiente angular de -1,563 para o modelo de Reineke. Não houve diferença significativa entre as potências fornecidas pelos diferentes métodos.

  18. Análise de agrupamento da vegetação de um fragmento de Floresta Estacional Decidual Aluvial, Cachoeira do Sul, RS, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maristela Machado Araújo

    2010-08-01

    Full Text Available No estado do Rio Grande do Sul, as florestas ripárias se encontram alteradas pela ação antrópica formando fragmentos. O estudo teve como objetivo analisar a estrutura e florística interna dessas florestas o que subsidiará informações para o restabelecimento desses ecossistemas. A área escolhida foi um fragmento (30o04'36"S; 52o53'09"W, de 4 ha, localizada no município de Cachoeira do Sul, RS, no Baixo Rio Jacuí. As espécies arbóreas, arbustivas e lianas (somente quanto à forma de vida foram inventariadas, utilizando-se faixas perpendiculares ao rio, distanciadas por 50 m, as quais apresentaram 10 m de largura e comprimento que variou com a largura da floresta. As faixas foram divididas em unidades amostrais de 10 x 10 m, nos quais foram identificados indivíduos com circunferência a 1,3m (CAP 15 cm, registrados os valores de circunferência e altura. Os dados de densidade por espécie formaram uma matriz (70x42 utilizada na análise multivariada. A presença de agrupamentos de espécies no interior do fragmento foi avaliada pelo TWINSPAN (Two-way indicator species analysis, com base no qual foi constatada a existência de três subformações florestais (S-F1, S-F2 e S-F3. A S-F1 foi caracterizada por ter maior influência das enchentes e lençol freático mais próximo da superfície; a S-F2 ocorreu na parte central do fragmento, mas apresentou forte influência dos extravasamentos causados pelas enchentes; e na S-F3, também na porção central, ocorreu maior influência do lençol freático. As espécies indicadoras das subformações foram: Sebastiania commersoniana e Eugenia uniflora (S-F1; Gymnanthes concolor, Cupania vernalis e Seguieria aculeata (S-F2; e Casearia sylvestris e Allophylus edulis (S-F3. Portanto, em projetos de preservação, conservação e restabelecimento desses ecossistemas, a comunidade florestal não pode ser tratada unicamente como ripária, mas considerando as variações ambientais e, conseq

  19. Structural and functional leaf traits of two Gochnatia species from distinct growth forms in a sclerophyll forest site in Southeastern Brazil Atributos foliares estruturais e funcionais de duas espécies de Gochnatia, de formas distintas de crescimento, em uma floresta esclerófila do sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Davi Rodrigo Rossatto

    2012-12-01

    Full Text Available Gochnatia is very common in different phytophysiognomies in the Cerrado of São Paulo State, occupying open and closed areas. In this study, we compared the leaf anatomy and some ecophysiological traits of two species of Gochnatia, one a shrub (Gochnatia barrosii Cabrera and the other a tree (Gochnatia polymorpha (Less. Cabrera, which both occur in an area of "cerradão" at the Estação Ecológica de Assis, SP. We found qualitative structural differences between the species, with G. barrosii presenting amphistomatic leaves with a uniseriate epidermis and G. polymorpha showing hypostomatic leaves and a multiple epidermis or hypodermis on the adaxial surface. Moreover, the G. barrosii leaves had lower values in tissue thickness (with the exception of the epidermis on the abaxial surface and leaf thickness in relation to G. polymorpha. There were differences in CO2 assimilation both in area and leaf dry mass basis, and differences in specific leaf area, which was higher in G. barrosii. Although the G. barrosii leaves were much less sclerophyllous than the G. polymorpha leaves, we found no differences in the efficiency of water use. The results suggest that plants from the same genus, but with distinct growth forms, differ in their leaf traits to deal with the environmental variations that they grow in.O gênero Gochnatia é comumente encontrado em diferentes fitofisionomias do Cerrado do Estado de São Paulo, crescendo desde ambientes mais abertos até áreas florestais mais fechadas. Aqui foram comparadas a anatomia foliar e alguns parâmetros ecofisiológicos de duas espécies do gênero Gochnatia, uma arbustiva (Gochnatia barrosii Cabrera e a outra arbórea (Gochnatia polymorpha (Less. Cabrera, ambas ocorrendo em área de cerradão na Estação Ecológica de Assis, SP. Encontraram-se diferenças estruturais qualitativas entre as espécies, com G. barrosii apresentando folhas anfiestomáticas, com epiderme unisseriada e G. polymorpha

  20. DETERMINAÇÃO DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE NA ÁREA DO PROJETO DE ASSENTAMENTO DIRIGIDO EM SANTA LUZIA, CRUZEIRO DO SUL, AC, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ian Willian Rodrigues da Silva, Rafael Coll Delgado, Leonardo Paula de Souza, Givanildo de Gois, José Francisco de Oliveira Júnior, Rafael de Ávila Rodrigues

    2014-08-01

    Full Text Available Este trabalho avaliou o comportamento da floresta e demais classes espectrais do Projeto de Assentamento Dirigido Santa Luzia, utilizando os recursos do Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. O período avaliado estende-se entre o ano de 2005 a 2010, e procurou avaliar o comportamento da evolução espacial de áreas como a floresta, pastagens e áreas utilizadas para agricultura, assim como demais benfeitorias realizadas no perímetro do assentamento. Neste sentido, os objetivos gerais deste trabalho foram: caracterizar a contração ou a expansão de classes de floresta, pastagens, regeneração da floresta e áreas alagadas, no PAD Santa Luzia, AC. Os resultados encontrados mostraram um significativo aumento do índice de regeneração da floresta e conversão de áreas de pastagens e cultivos em capoeira, considerando que esta tipologia florestal é essencial para o processo de transição de áreas desflorestadas em sua reestruturação à condição de floresta novamente. São ainda apresentados dados que demonstraram a elevação dos valores referentes a corpos d’água, embora as imagens tenham sido adquiridas em períodos de estiagem (período seco amazônico na região. Os dados obtidos pelo algoritmo de Mahalanobis, evidenciaram um significativo aumento destes recursos na superfície estudada. Os dados apresentaram o comportamento de leve decréscimo para a floresta durante o período avaliado.

  1. Escarabeídeos (Coleoptera: Scarabaeidae de campo e floresta da Reserva Biológica de São Donato, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius da Costa Silva

    2014-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n4p63 O objetivo deste trabalho foi comparar a riqueza, abundância e diversidade das espécies de Scarabaeidae em duas fitofisionomias (campo e floresta e verificar se variação sazonal ao longo do ano está relacionada com variáveis climáticas. O estudo foi desenvolvido na Reserva Biológica de São Donato, Rio Grande do Sul, Brasil (bioma Pampa. As coletas foram realizadas através de armadilhas de queda, entre janeiro de 2012 e janeiro de 2013. Foram coletados 125 indivíduos e identificados seis gêneros e 11 espécies de quatro subfamílias, sendo 54 indivíduos de cinco espécies encontradas no campo e 71 indivíduos de oito espécies na floresta. As espécies mais abundantes foram Ataenius picinus Harold, 1868, Canthon lividus Blanchard, 1845 e Leucothyreus flavipes Eschscholtz, 1822, que representaram juntas 86,4% do total de indivíduos capturados. O verão apresentou o maior número de indivíduos (78 e a primavera o maior número de espécies (nove. A diferença na estrutura do ambiente (e clima associado e provavelmente a disponibilidade diferenciada de recurso alimentar entre as duas fitofisionomias devem ser fatores limitantes e decisivos para a ocorrência de cada subfamília em determinado habitat, uma vez que várias espécies foram restritas a determinada fitofisionomia ou época do ano.

  2. A Response to Welch's Review of "Urihi A: A Terra‐Floresta Yanomami"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hein van der Voort

    2010-12-01

    Full Text Available A Response to Welch's Review of Urihi A: A Terra‐Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85‐85994‐72‐3.

  3. Diet of Lontra longicaudis (Carnivora: Mustelidae in a pool system in Atlantic Forest of Minas Gerais State, southeastern Brazil=Dieta de Lontra longicaudis (Carnivora: Mustelidae em um sistema de poções na Floresta Atlântica do Estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Marques Quintela

    2012-10-01

    Full Text Available The present study aimed to investigate the feeding habits of Lontra longicaudis in a pool system within the Private Reserve of Natural Patrimony (RPPN Usina Maurício, located in Paraíba do Sul river basin, Atlantic Forest of southeastern Minas Gerais State. The diet composition was determined based on the identification of items present in 212 scats sampled between July 2008 and October 2009 in a 4.1 km stretch of the pool system. The found items and its respective percentages of occurrence were: mollusks (0.5%, insects (16.5%, spiders (1.4%, crustaceans (3.3%, fish (96.7%, amphibians (0.9%, snakes (3.8%, birds (2.8%, mammals (8.5% and fruits (0.5%. Among fish, the identified families and respective percentages of occurrence were: Loricariidae (65.4%, Pimelodidae (42.9% Cichlidae (22%, Characidae (7.3%, Erythrinidae (3.9%, Synbranchidae (2.4%, Anostomidae (2%. Therefore fish make up the most consumed item in the study area, with the predominance of benthic siluriformes (families Loricariidae and Pimelodidae. O presente estudo teve como objetivo investigar os hábitos alimentares de Lontra longicaudis em um sistema de poções na Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN Usina Maurício, localizada na bacia do rio Paraíba do Sul, Mata Atlântica do Sudeste do Estado de Minas Gerais. A composição da dieta foi determinada com base na identificação de itens presentes em 212 amostras de fezes coletadas entre julho de 2008 e outubro de 2009 em um trecho de 4,1 km de um sistema de poções. Os itens alimentares encontrados e suas respectivas porcentagens de ocorrência foram: moluscos (0,5%, insetos (16,5%, aranhas (1,4%, crustáceos (3,3%, peixes (96,7%, anfíbios (0,9%, serpentes (3,8%, aves (2,8%, mamíferos (8,5%, frutos (0,5%. Dentre os peixes, famílias identificadas e suas respectivas porcentagens de ocorrência foram: Loricariidae (65,4%, Pimelodidae (42,9% Cichlidae (22%, Characidae (7,3%, Erythrinidae (3,9%, Synbranchidae (2

  4. A Amazônia e a floresta, de Teresa Isenburg L’Amazonie et la forêt, par Teresa Isenburg The Amazon and the forest, by Teresa Isenburg

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Cavicchioli

    2012-11-01

    Full Text Available Essa leitura do novo livro, em italiano, de Teresa Isenburg L’Amazzonia e la foresta (A Amazônia e a floresta pode começar pela reprodução de um dos muitos e preciosos comentários contidos em notas de rodapé. Na página 72, está dito:Frigoríficos [em português no original] – Desconheço a palavra italiana equivalente para definir esse segmento da linha de produção da carne que gerencia a passagem do criador ao vendedor para o consumo e que incorpora na denominação portuguesa, parecida com a es...

  5. Recurso polínico coletado por abelhas sem ferrão (Apidae, Meliponinae em um fragmento de floresta na região de Manaus - Amazonas Pollen resources collected by stingless bees (Apidae, Meliponinae in a forest fragment in the Manaus region, Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Plácido Magalhães Oliveira

    2009-09-01

    Full Text Available O recurso polínico coletado por operárias de Melipona seminigra merrillae Cockerell, Melipona fulva Lepeletier, Trigona fulviventris (Smith e CephaloTrigona femorata Guérin, no Campus da UFAM, Manaus (AM foi estudado no período de março a outubro de 2001. Noventa tipos polínicos foram coletados pelas abelhas, distribuídos em 31 famílias, 67 gêneros e 10 formas Tipo. Trigona fulviventris diversificou mais suas coletas, utilizando 58 fontes no período. O tamanho do nicho polínico utilizado pelas abelhas ficou assim distribuído: T. fulviventris (58, M.s. merrillae (41, C. femorata (34 e M. fulva (25. Dos tipos determinados, os que mais contribuíram para a dieta das abelhas, apresentando as maiores freqüências nas amostras de pólen, foram Miconia myriantha (12,91%, Leucaena leucocephala (9,52%, Tapirira guianensis (6,53%, Eugenia stipitata (6,22%, Protium heptaphyllum (6,17% e Vismia guianensis (5,93%. As abelhas de modo geral concentraram suas coletas em um número reduzido de espécies vegetais e com um grau diferenciado de uso para cada uma das fontes. Tipos polínicos com freqüência acima de 10% ocorreram em pequena proporção na maioria dos meses, sendo responsáveis por mais de 50% do total do pólen coletado em cada mês. A utilização das fontes de pólen variou conforme a espécie. T. fulviventris teve uma dieta mais ampla e diversificada, enquanto M. fulva foi a que menos diversificou suas coletas. T. fulviventris apresentou maior uniformidade no uso das fontes polínicas e a sobreposição de nichos polínicos foi maior entre M.s. merrillae e M. fulva e menor entre T. fulviventris e C. femorata.The objective of this study was to characterize the resources used by Amazonian bees Melipona seminigra merrillae, Melipona fulva, Trigona fulviventris and CephaloTrigona femorata, in an urban Forest patch at Manaus city from March to October 2001. The pollen analysis determined 90 pollen types, distributed in 31 families, 67

  6. Levantamento florístico e sua distribuição diamétrica da vegetação de um cerrado sensu stricto e de um fragmento de floresta de galeria no ribeirão Dois Irmãos na APA de Cafuringa, DF, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Elias de Paula

    2009-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n3p35 Foram identificadas todas as espécies vegetais ocorrentes em uma área de 2.500m² de cerrado sensu stricto e de 5.000m² de um fragmento de uma floresta de galeria do ribeirão Dois Irmãos na APA de Cafuringa, localizada na região norte do Distrito Federal, próximo à divisa do Estado de Goiás, nas coordenadas geográficas 15º30’19”S e 48º06’18”W. Foram medidos os diâmetros de todos os indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito (DAP a partir de 5cm, tanto do cerrado sensu stricto como do fragmento da floresta de galeria. A composição florística do cerrado sensu stricto ficou composta por 100 indivíduos arbóreos distribuídos em 25 espécies, e da floresta de galeria por 155 árvores distribuídas em 50 espécies. A regeneração natural constituída por indivíduos de hábito arbóreo com DAP inferior a 5cm, no cerrado sensu stricto foi de 211 indivíduos distribuídos em 38 espécies, e na floresta de galeria foram 287 indivíduos, distribuídos em 55 espécies. A área basal ocupada pelos componentes arbóreos foi de 3,40m2.ha-1 na área do cerrado sensu stricto e 5,08m2.ha-1 na floresta de galeria. A curva da distribuição diamétrica de ambas as comunidades ajustada pela equação de Meyer apresentou a tendência típica do “J” invertido e mostrou forte intervenção antrópica nas classes de 11 a 17cm.

  7. Isolamento e seleção de fungos causadores da podridão-branca da madeira em florestas de Eucalyptus spp. com potencial de degradação de cepas e raízes Isolation and screening of wood white rot fungi from Eucalyptus spp. forests with potential for use in degradation of stumps and roots

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Kunieda de Alonso

    2007-02-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou isolar fungos causadores da podridão-branca da madeira, a partir de basidiocarpos e de fragmentos de madeira de eucalipto coletados em várias regiões do país, bem como testar seu potencial de degradação de cepas e raízes mortas em plantios comerciais de eucalipto, após o corte raso. Para o isolamento dos fungos foi desenvolvido um meio de cultura de serragem de eucalipto-ágar. Dentre 292 isolados obtidos e submetidos ao teste de Bavendamm, 144 foram classificados como causadores de podridão-branca, capazes de produzir fenoloxidases. Dentre as nove relações C/N testadas, observou-se uma tendência de ocorrer maior degradação de cavacos naquelas iguais a 60 : 1, 200 : 1 e 300 : 1. Utilizando a relação C/N igual a 60 : 1, realizaram-se dois experimentos para avaliar a degradação de cavacos de Eucalyptus saligna por isolados fúngicos de podridão-branca. No primeiro experimento, avaliado aos 90 dias de incubação, foram selecionados sete isolados, que causaram perda de peso em cavacos superior ou igual à causada por Trametes versicolor, usado para comparação. No segundo experimento foram testados 46 isolados fúngicos. Dentre os mais eficientes estavam os sete isolados selecionados no primeiro teste, além de outros quatro isolados. Baseado na análise de DNA, seis isolados foram identificados, sendo três pertencentes à espécie Pycnoporus sanguineus, um ao gênero Peniophora sp., um ao gênero Pestalotiopsis sp. e um ao gênero Ganoderma sp.The aim of this work was to isolate native wood white-rot fungi from fungal fruit-bodies and eucalyptus wood fragments from different regions of Brazil and to test their potential for degrading dead stumps and roots in Eucalyptus plantings after harvest. Fungi isolates were obtained in a culture medium composed by Eucalyptus sawdust and agar. Among 292 isolates submitted to the Banvedamm test, 144 were classified as phenoloxidases producing isolates. Among nine C

  8. ANÁLISE HISTÓRICA DAS TRANSFORMAÇÕES DA FLORESTA AMAZÔNICA EM ÁREAS AGRÍCOLAS NA BACIA DO RIO SUIA-MIÇU. - Historical Changes of the Amazonian Forest into Agricultural Lands in the Suia-Miçu River Basin.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Roberto Formaggio

    2008-06-01

    Full Text Available Mudanças no uso e cobertura da terra, como as ocorridas nas áreas de expansão agrícola na AmazôniaLegal, geram uma série de impactos sociais, econômicos e ambientais. O entendimento destes processospode permitir um melhor planejamento de políticas públicas a fim de monitorar e mapear áreas maissuscetíveis a problemas ambientais. Sendo assim, este trabalho teve como objetivo analisar a dinâmicade ocupação da Bacia do Rio Suiá-Miçu, um dos afluentes do Rio Xingu localizado ao norte do estadodo Mato Grosso. Os mapas de uso e cobertura da terra para cada um dos períodos analisados (1973,1984 e 2005 foram confeccionados com o auxílio de imagens dos sensores MSS/Landsat-1, TM/Landsat-5 e do sensor MODIS/Terra. Os resultados mostraram que até 1984, 13% da vegetação natural dabacia havia sido desflorestada, enquanto que em 2005 as atividades agrícolas já ocupavam 40% daárea de estudo. Desta forma, tendo em vista as mudanças na paisagem observadas ao longo das últimasdécadas, torna-se notória a necessidade urgente de estudos mais aprofundados visando a avaliaçãodos impactos ambientais, bem como a preservação dos recursos naturais na regiãoLand use and land cover changes, as seen in the agricultural expansion areas in the Brazilian LegalAmazon, have as consequence several social, economic and environmental impacts. The understandingof these processes allows a better planning of public policies in order to monitor and map areas moresusceptible to environmental problems. Hence, this work had as objective to analyze the land use/landcover changes dynamics in the Suiá-Miçu River Basin, located in the north part of Mato Grosso state,Brazil. The land use/land cover maps for each of the analyzed periods (1973, 1984 and 2005 weremade using images from the MSS/Landsat-1, TM/Landsat-5 and the MODIS/Terra sensors. The resultsshowed that until 1984, 13% of the natural vegetation of the watershed was deforested, while in 2005the

  9. Synergism of optical and radar data for forest structure and biomass / Sinergismo entre dados ópticos e de radar da estrutura da floresta e biomassa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sassan S. Saatchi

    2010-10-01

    Full Text Available AbstractThe structure of forests, the three-dimensional arrangement of individual trees, has a profound effect on how ecosystems function and carbon cycle, water and nutrients. Repeated optical satellite observations of vegetation patterns in two-dimensions have made significant contributions to our understanding of the state and dynamics of the global biosphere. Recent advances in Remote Sensing technology allow us to view the biosphere in three-dimensions and provide us with refined measurements of horizontal as well as vertical structure of forests. This paper provides an overview of the recent advances in fusion of optical and radar imagery in assessing terrestrial ecosystem structure and aboveground biomass. In particular, the paper will focus on radar and LIDAR sensors from recent and planned spaceborne missions and provide theoretical and practical applications of the measurements. Finally, the relevance of these measurements for reducing the uncertainties of terrestrial carbon cycle and the response of ecosystems to future climate will be discussed in details. ResumoA estrutura de florestas, o arranjo tridimensional de árvores individuais, tem um efeito profundo sobre o funcionamento dos ecossistemas e do ciclo do carbono, água e nutrientes. Repetidas observações de satélite óptico de padrões de vegetação em duas dimensões trouxeram contribuições significativas para a nossa compreensão do estado e da dinâmica da biosfera global. Recentes avanços na tecnologia de Sensoriamento Remoto nos permitem ver a biosfera em três dimensões e nos fornecer medições apuradas da estrutura horizontal, bem como a vertical das florestas. Esse artigo fornece uma visão geral dos recentes avanços na fusão de imagens ópticas e de radar para avaliar a estrutura do ecossistema terrestre e biomassa. Em particular, o trabalho concentra-se em sensores radar e LIDAR de recentes missões espaciais planejadas e fornece aplicações teóricas e

  10. Dieta de Micoureus demerarae (Thomas (Mammalia, Didelphidae associada às florestas contíguas de mangue e terra firme em Bragança, Pará, Brasil Diet of Micoreus demerarae (Thomas (Mammalia, Didelphidae associated with contiguous forests of mangrove and terra firme in Bragança, Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcus E. B. Fernandes

    2006-12-01

    Full Text Available A dieta de Micoureus demerarae (Thomas, 1905 foi estudada em bosques de mangue e terra firme através de amostras estomacais e fecais. O número de indivíduos capturados foi inversamente proporcional à disponibilidade de frutos e insetos, sendo Coleoptera e Hemiptera as ordens de artrópodes mais consumidos e Passifloraceae e Arecaceae os frutos mais ingeridos. Desse modo, tanto a maior variabilidade de frutos como a alta produção destes durante a estação seca, parecem explicar o aumento da captura desses animais nos bosques de terra firme, dos quais são originalmente provenientes. Os itens alimentares sugerem que esta espécie possui uma dieta do tipo onívora, independentemente da sazonalidade ou distribuição dos recursos disponíveis.The diet of Micoureus demerarae (Thomas, 1905 was studied in mangrove and terra firme stands by using stomachal and faecal samples. The number of captured individuals was inversely proportional to availability of fruits and insects, being Coleoptera and Hemiptera the most consumed arthropod orders and Passifloraceae and Arecaceae the most ingested fruits. Thus, either fruits variability or their high yield during the dry season seem to explain the increase of captured animals in the terra firme stands, where they originally come from. The food items suggest that this species has an omnivorous diet, independently of the seasonality or distribution of available resources.

  11. decidual em itaara, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Luiz Munari Vogel

    2007-01-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado na fazenda da Brigada Militar no município de Itaara, RS, Brasil, e teve como principal objetivo avaliar a devolução de serapilheira em uma Floresta Estacional Decidual. Para a coleta de serapilheira, foram demarcadas seis parcelas de 25 m x 17 m cada, alocadas no interior da floresta. Em cada parcela, foram distribuídos cinco coletores, totalizando 30 coletores, constituídos por uma moldura de ferro de forma circular, com 50 cm de diâmetro. As coletas de serapilheira foram realizadas mensalmente, durante um período de 2 anos. No laboratório, o material foi separado nas frações folhas, galhos finos (< 1 cm e miscelânea (flores, frutos, sementes e restos vegetais não-identificáveis. Nos dois anos de coleta, houve grande devolução de serapilheira no início do inverno e principalmente na primavera, aumentando nos meses de setembro e novembro, no primeiro ano. No segundo ano, apesar da menor devolução mensal, essa tendência manteve-se mais ou menos constante, indicando um padrão sazonal nessa floresta. A devolução média anual de serapilheira foi de 7436,0 kg ha-1, com uma distribuição relativa de 71,7% de folhas, 16,5% de galhos finos e 11,8% de miscelânea. Não foi verificada uma correlação significativa entre as variáveis climáticas precipitação e temperatura e a devolução de serapilheira.

  12. Sucessão ecológica da vegetação arbórea em uma Floresta Estacional Semidecidual, Viçosa, MG, Brasil Ecological succession of a tree community of semideciduous seasonal forest in Viçosa, Minas Gerais State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro de Paula

    2004-09-01

    Full Text Available O trabalho foi realizado no município de Viçosa (20 º45'S e 42 º07'W, no sudeste do Estado de Minas Gerais. O objetivo foi analisar as alterações ocorridas no estande entre os levantamentos realizados em 1984 e 1998. Para tanto, as espécies foram classificadas em três grupos ecológicos: pioneiras, secundárias iniciais e secundárias tardias. Também comparou-se a variação ocorrida na distribuição diamétrica e na densidade absoluta. As comparações foram analisadas estatisticamente, sendo utilizado o teste "t" de Student, o teste de qui-quadrado (chi2. O estande estava composto por nove pioneiras, 56 secundárias iniciais e 29 secundárias tardias. Analisando as diferenças das médias dos números de indivíduos das secundárias iniciais, exceto Plinia glomerata (Berg. Amshoff e Sorocea bonplandii (Daill. Burger. Lanjow & Boer, não foi observado estatisticamente acréscimo na densidade absoluta. A mesma situação pôde ser observada para as espécies pioneiras, não havendo exceções. Essas constatações revelam tendência de redução da importância desses grupos, ao passo que a única secundária tardia (Protium warmingianum March. que pôde ser analisada, obteve estatisticamente aumento de sua densidade absoluta. Esses fatos demonstram melhoria nas condições de suporte da área para os grupos ecológicos mais avançados na escala sucessional.This work was carried out at Viçosa (20 º45'S, 42 º07'W in the Southeastern region of Minas Gerais. The study examed the changes occurred in the stand between surveys done in 1984 and 1998. Species were then classified as pioneers, early secondary and late secondary. Changes in diametric distribution and absolute density were also investigated. Means were compared through student's t and square-chi (chi2 tests. The stand showed to be constituted of nine pioneers, 56 early secondary, and 29 late secondary. Except for Plinia glomerata Berg. Amshoff and Sorocea bonplandii (Daill

  13. Chuva de sementes em fragmentos de Floresta Atlântica (São Paulo, SP, Brasil, sob diferentes situações de conectividade, estrutura florestal e proximidade da borda Seed rain in Atlantic forest fragments (São Paulo State, SP, Brazil with different connectivity, forest structure and distance to edge

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Regina Pivello

    2006-12-01

    Full Text Available A composição da chuva de sementes permite inferir sobre o desenvolvimento, o direcionamento sucessional e a regeneração de comunidades vegetais. Em paisagens fragmentadas, é grandemente influenciada pela conectividade entre fragmentos remanescentes e pela estrutura da vegetação. Foram comparadas as chuvas de sementes em três fragmentos de Mata Atlântica (Caucaia do Alto, SP, em função de seus tamanhos, graus de conectividade na paisagem, situação de borda e interior, grau de perturbação e características estruturais da vegetação, para verificar a influência desses parâmetros nas respectivas chuvas de sementes. As sementes foram classificadas conforme síndrome de dispersão primária, hábito e tipo funcional das espécies. Foi testada a possível influência da borda sobre esses atributos (qui-quadrado. Padrões entre características dos fragmentos (tamanho, conexão, posição dos coletores (borda, interior e a abundância dos diferentes diásporos foram explorados por análise de correspondência destendencionada (DCA e análise de correlação de Spearman. Das 28.873 sementes coletadas, a maioria foi de espécies arbóreas (80,7% e zoocóricas (73,7%. No fragmento "pequeno/isolado" houve predominância de espécies arbóreas tardias. O fragmento "pequeno/conectado" mostrou características opostas às do isolado. O fragmento "grande/fonte", com a maior diversidade, mostrou uma situação bem definida de borda e interior. Com base nesses parâmetros, os padrões encontrados sugerem uma melhor qualidade ecológica do fragmento "pequeno/isolado", seguido do "grande/fonte" e, finalmente, do "pequeno/conectado". Houve uma oposição entre os efeitos de conectividade e estrutura da vegetação, tendo esta sido mais importante na determinação dos padrões encontrados quanto ao hábito, tipo funcional e síndrome de dispersão das espécies das chuvas de sementes do que a conectividade da paisagem.Information on seed

  14. Guandu bean (Cajanus cajan (L. Millsp. on tropical forest restoration/ Feijão guandu (Cajanus cajan (L. Millsp. na restauração de florestas tropicais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Efraim Rodrigues

    2007-07-01

    foi plantado na linha de plantio florestal, entre as espécies florestais nativas da região, que foram plantadas em espaçamento 2 X 4m. Foram avaliados quatro tratamentos: plantio florestal sem feijão guandu (testemunha; uma planta de feijão guandu consorciado entre duas plantas de espécies florestais; duas plantas de feijão guandu consorciado entre duas plantas de espécies florestais; e corte raso aos seis meses após o plantio do feijão guandu consorciado com as espécies florestais. Em cada tratamento, foram sorteados 100 indivíduos sendo 50 pioneiras e 50 não pioneiras, nos quais foram medidos mortalidade, altura e diâmetro de colo das plantas. O plantio de guandu reduziu a mortalidade de pioneiras, aumentou a área basal e a altura de todas espécies. Apesar da mortalidade não ter sido afetada pela densidade de guandu, a densidade de uma planta de guandu se associou a maiores área basal e altura média de árvores. A redução da mortalidade de árvores não pioneiras na ausência de guandu foi interpretada como uma resposta de pioneiras antrópicas à maior radiação solar. Este resultado aponta para comportamento diferente entre árvores nas férteis clareiras (nas quais a classificação em estágios sucessionais foi baseada e em áreas degradadas. Os efeitos positivos do guandu recomendam seu uso para a redução de custos da restauração ecológica.

  15. Biologia reprodutiva de Psychotria spectabilis Steyrm. e Palicourea cf. virens (Poepp & Endl. Standl. (Rubiaceae em uma floresta tropical úmida na região de Manaus, AM, Brasil Reproductive biology of Psychotria spectabilis Steyrm. and Palicourea cf. virens (Poepp. & Endl. Standl. (Rubiaceae in a moist tropical forest at Manaus, Amazonas State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Otilene dos Anjos Santos

    2008-03-01

    Full Text Available Este estudo descreve a fenologia reprodutiva, morfologia e biologia floral, polinização e sucesso reprodutivo de Psychotria spectabilis e Palicourea cf. virens. Psychotria spectabilis floresceu de setembro a dezembro enquanto Palicourea cf. virens floresceu de maio a outubro. As inflorescências de Psychotria spectabilis são inflorescências terminais do tipo capítulo, com brácteas amarelas, flores brancas e heterostilia associada a diferenças na papila estigmática. Palicourea cf. virens apresenta inflorescências terminais do tipo corimbo, com flores amarelas homostílicas. Os recursos florais oferecidos foram néctar e pólen em ambas as espécies. Os beija-flores Phaethornis bourcieri e o macho de Thalurania furcata foram os principais visitantes florais de Psychotria spectabilis. Palicourea cf. virens também foi visitada por Thalurania furcata, com maior freqüência de visitas pela fêmea desta espécie. A abelha Trigona fulviventris visitou as flores das duas espécies, mas se comportou como pilhadora. O sucesso reprodutivo pré-emergente (SRPE das duas espécies foi baixo, embora tenham apresentado um alto potencial reprodutivo.This study describes the reproductive phenology, floral biology, pollination and reproductive success of Psychotria spectabilis and Palicourea cf. virens. Psychotria spectabilis flowered from September to December while P. cf. virens flowered from May to October. The terminal inflorescence of Psychotria spectabilis is of the capitate type with yellow bracts, white flowers and heterostyly associated with differences of stigmatic papillae. The terminal inflorescence of Palicourea cf. virens is a corymb with yellow, homostylous flowers. Flower resources include nectar and pollen for both species. The hummingbirds Phaethornis bourcieri and the male of Thalurania furcata were the main floral visitors of Psychotria spectabilis. Palicourea cf. virens was also visited by T. furcata, but the female was the main

  16. Comparison between abiotic parameters and the forest structure of a forest fragment and an eucalyptus (Eucalyptus saligna Smith abandoned reforestation in the ecological park of Klabin, Telemaco Borba/PR Comparação entre parâmetros abióticos e a estrutura florestal de um fragmento de floresta e um reflorestamento abandonado de eucalipto (Eucalyptus saligna Smith no parque ecológico da Klabin, Telêmaco Borba/PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Antonio Pimenta

    2010-10-01

    Full Text Available The forest structure causes a direct impact on the microclimate, being important for the continuity of the successional processes as well as for the restoration of ecosystem processes. Studies on forest structure are important to help determine ecological restoration actions, improving its implementation. In order to compare two forest formations, being one of them a secondary forest fragment and the other one an abandoned area of eucalyptus reforestation, some abiotic parameters were evaluated in this study, as well as the forest structure of the areas. Amongst the abiotic factors studied, there are: temperature and relative air humidity, soil compaction, moisture and soil pH and thickness of the litter. In order to analyze the forest structure, the following items were evaluated: herbaceous cover on the soil, rate of canopy cover, the diameter at breast height (DBH, basal area (BA and height of trees of all species. Among the parameters analyzed, comparing the areas, it was observed that: soil compaction was higher in the secondary forest (0.57 MPa than in the eucalyptus reforestation (0.43 MPa; the presence of herbaceous plants on the soil occurred less in the eucalyptus reforestation (17.96% than in the secondary forest (59.4%; the canopy cover index was of 45.99% for the eucalyptus reforestation, while in the secondary forest it was of 61.02%, being therefore higher for the latter. Nevertheless, according to Kolmogorov Smirnov test, the forest structure is not different between the areas, since the DBH and height values were not different between what was calculated and what was observed. A estrutura florestal tem impacto direto sobre o microclima, e é importante para a continuidade dos processos sucessionais e para o restabelecimento dos processos do ecossistema. Estudos acerca da estrutura florestal são importantes para auxiliar as ações de restauração ecológica, melhorando a sua aplicação. Visando comparar duas forma

  17. Diversidade de formigas na Floresta Nacional de Chapecó, Santa Catarina, Brasil Ants diversity in Floresta Nacional de Chapecó in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Junir Antonio Lutinski

    2008-10-01

    Full Text Available A mirmecofauna da Floresta Nacional de Chapecó, Gleba I, foi estudada por coletas semanais realizadas de dezembro de 2003 a dezembro de 2004. Foram utilizadas armadilhas do tipo malaise, pit-fall, iscas com sardinha, iscas com glicose, rede de varredura, guarda-chuva entomológico e funil de Berlese. Três constituições vegetais foram amostradas, sendo pinus, eucalipto e Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional Decidual. Foram capturadas 137.019 espécimes de nove subfamílias, 18 tribos, 36 gêneros e 121 espécies. Os índices de diversidade de Margalef obtidos foram 9,9; 9,7 e 12,6; de Shannon e Wiener 3,0; 3,2 e 3,4 e de equitabilidade de 0,69; 0,73 e 0,74, para as áreas com pinus, eucalipto e mata nativa, respectivamente. Estes resultados indicam uma distribuição mais uniforme na comunidade da mata nativa, caracterizando-se como um importante reservatório espécies de formigas no Oeste catarinense.Mirmecofauna of the Floresta Nacional de Chapecó, Field I, was studied by weekly collections from December of 2003 to December of 2004. Malaise, pit-fall, sardine baits, glucose baits, sweeping net, entomological umbrella and Berlese funnel had been used. Three vegetal constitutions where showed, like pinus, eucalyptus Ombrófila Mista and Estacional Decidual native forests. 137.019 specimens of nine subfamilies, 18 tribes, 36 generas and 121 species were captured. The indices of diversity of Margalef were 9.9; 9.7 and 12.6; of Shannon and Wiener 3.0; 3.2 and 3.4 and of equitability of 0.69; 0.73 and 0.74, for the areas with pinus, eucalyptus and native forest, respectively. These results indicate a more uniform distribution in the community of the native forest, characterizing itself as an important reservoir species of ants in the West region of the Santa Catarina State, Brazil.

  18. Fenologia da floração, ecologia da polinização e conservação de Bromeliaceae na Floresta Atlântica Nordestina

    OpenAIRE

    SIQUEIRA FILHO, José Alves de

    2003-01-01

    A fenologia da floração e as guildas de polinização de 35 espécies de Bromeliaceae foram estudadas em um remanescente de Floresta Atlântica Montana em Pernambuco, Nordeste do Brasil. Não foi encontrada correlação entre a precipitação pluviométrica e o total de espécies floridas, sendo que 7,87 ± 2,22 spp. (n = 30 quinzenas) florescem na estação seca (outubro a fevereiro) e 8,28 ± 2,02 spp. (n = 37 quinzenas) florescem na estação chuvosa (março a setembro). As flores das Bromeliaceae variam de...

  19. Fauna edáfica em fragmentos florestais e em áreas reflorestadas com espécies da mata atlântica.

    OpenAIRE

    Fabiane Ducatti

    2002-01-01

    O estudo teve por objetivos caracterizar quantitativa e qualitativamente as principais classes taxonômicas da meso e macrofauna edáfica presentes em fragmentos de Floresta Estacional Semi Decidual (domínio de Mata Atlântica) e em diferentes modelos de reflorestamentos com espécies da Mata Atlântica. As áreas utilizadas pertencem à Faculdade de Ciências Agronômicas, UNESP, em Botucatu/SP. Os experimentos foram instalados em três solos usados intensivamente com exploração agrícola e pastagem: N...

  20. Lepidópteros associados a duas comunidades florestais em itaara, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tania Maria Boucinha Viana

    2001-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de analisar o comportamento das populações de lepidópteros, foram utilizadas armadilhas luminosas em povoamentos de Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna e em um fragmento da Floresta Estacional Decidual. As coletas foram realizadas, semanalmente, de maio de 1997 a maio de 1998, no município de Itaara no estado do Rio Grande do Sul. Foram analisados os índices faunísticos representados pela freqüência, constância, abundância e dominância. Coletaram- -se 73 espécies no povoamento de Eucalyptus spp., sendo que 63,01% das espécies identificadas foram pouco freqüentes e, no fragmento da Floresta Estacional Decidual, das 77 espécies capturadas, 57,14% foram consideradas também como pouco freqüentes. Sarsina violascens (Lymantriidae foi constante no povoamento de Eucalyptus spp., e Bronchelia puellaria (Geometridae e Iscadia aperta (Noctuidae, no fragmento da Floresta Estacional Decidual. Com relação à abundância, foi constatado que os maiores percentuais foram de 36,98% com as espécies comuns no povoamento de Eucalyptus spp. e 37,66% com as espécies raras no fragmento da Floresta Estacional Decidual.

  1. LEPIDÓPTEROS ASSOCIADOS A DUAS COMUNIDADES FLORESTAIS EM ITAARA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tania Maria Boucinha Viana

    2000-10-01

    Full Text Available Com o objetivo de analisar o comportamento das populações de lepidópteros, foram utilizadas armadilhas luminosas em povoamentos de Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna e em um fragmento da Floresta Estacional Decidual. As coletas foram realizadas, semanalmente, de maio de 1997 a maio de 1998, no município de Itaara no estado do Rio Grande do Sul. Foram analisados os índices faunísticos representados pela freqüência, constância, abundância e dominância. Coletaram- -se 73 espécies no povoamento de Eucalyptus spp., sendo que 63,01% das espécies identificadas foram pouco freqüentes e, no fragmento da Floresta Estacional Decidual, das 77 espécies capturadas, 57,14% foram consideradas também como pouco freqüentes. Sarsina violascens (Lymantriidae foi constante no povoamento de Eucalyptus spp., e Bronchelia puellaria (Geometridae e Iscadia aperta (Noctuidae, no fragmento da Floresta Estacional Decidual. Com relação à abundância, foi constatado que os maiores percentuais foram de 36,98% com as espécies comuns no povoamento de Eucalyptus spp. e 37,66% com as espécies raras no fragmento da Floresta Estacional Decidual.

  2. Lepidópteros associados a duas comunidades florestais em Itaara, RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tania Maria Boucinha Viana

    2009-10-01

    Full Text Available Normal 0 21 MicrosoftInternetExplorer4 Com o objetivo de analisar o comportamento das populações de  lepidópteros, foram utilizadas armadilhas luminosas em povoamentos de Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna e em um fragmento da Floresta Estacional Decidual. As coletas foram realizadas, semanalmente, de maio de 1997 a maio de 1998,  no município de Itaara no estado do Rio Grande do Sul. Foram analisados os índices faunísticos representados pela freqüência, constância, abundância e dominância. Coletaram- -se  73 espécies no povoamento de Eucalyptus spp., sendo que 63,01% das espécies identificadas foram pouco freqüentes e, no fragmento da Floresta Estacional Decidual, das 77 espécies capturadas, 57,14% foram consideradas também como pouco  freqüentes. Sarsina violascens (Lymantriidae foi constante no povoamento  de Eucalyptus spp., e Bronchelia puellaria (Geometridae e Iscadia aperta (Noctuidae, no fragmento da Floresta Estacional Decidual. Com relação à abundância, foi constatado que os maiores percentuais foram de 36,98%  com as espécies comuns no povoamento de Eucalyptus spp. e 37,66% com as  espécies raras no fragmento da Floresta Estacional Decidual.

  3. Differences in richness and composition of gastrointestinal parasites of small rodents (Cricetidae, Rodentia in a continental and insular area of the Atlantic Forest in Santa Catarina state, Brazil Diferenças na composição e na riqueza de parasitas gastrointestinais de pequenos roedores (Cricetidae, Rodentia em uma área continental e uma insular de Floresta Atlântica em Santa Catarina, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    VV. Kuhnen

    2012-08-01

    Full Text Available The first and only study on gastrointestinal parasites of wild rodents in the Island of Santa Catarina was done in 1987. The aim of this study was to identify intestinal parasites from wild rodents in Santo Amaro da Imperatriz and Santa Catariana Island, and to compare the richness and composition of the gastrointestinal parasite community of both areas. Rodents were captured with live traps, and feces were screened using the sedimentation method and optical microscopy. The following species of rodents were captured in the two areas: Akodon montensis, Euryoryzomys russatus, Oligoryzomys nigripes and Nectomys squamipes. In Santo Amaro da Impetratriz, prevalent parasites were: A. montensis (51%, E. russatus (62%, O. nigripes (53% and N. squamipes (20%. From the Island of Santa Catarina the rodent prevalence rates were: A. montensis (43%, E. russatus (59%, O. nigripes (30% and N. squamipes (33% and the collected parasites were: Hymenolepis sp., Longistriata sp., Strongyloides sp., Hassalstrongylus sp., Syphacia sp., Trichomonas sp., Ancylostomidae, Trichuridae, Oxyuridae and Eucoccidiorida. The species richness (10.6 ± 0.7 of the endoparasite comunity in the area located on the continent was higher (p Parasitas gastrointestinais de roedores silvestres foram estudados pela primeira vez na Ilha de Santa Catarina em 1987. Desde então, nenhum outro estudo nessa área foi realizado no Estado. O objetivo do presente estudo foi identificar parasitas intestinais de roedores silvestres de Santo Amaro da Imperatriz e da Ilha de Santa Catarina, bem como comparar a composição e a riqueza da comunidade de parasitas gastrointestinais de ambas as áreas. A análise das fezes dos animais capturados foi realizada por meio do método de sedimentação espontânea (HJP e por microscopia óptica. Nas duas áreas, foram capturadas as espécies de roedores Akodon montensis, Euryoryzomys russatus, Oligoryzomys nigripes e Nectomys squamipes. Em Santo Amaro da

  4. As unidades de conservação e a Floresta Ombrófila Mista no Estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo de Tarso de Lara Pires

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050986625O intenso processo de ocupação territorial, uso desordenado dos recursos naturais e destruição de áreas verdes iniciadas no século XIX, são os principais motivos da intensa devastação das Florestas com Araucárias. Como meio de efetivação da proteção e desenvolvimento florestal, o Brasil adotou em sua política ambiental a criação do Sistema de Unidades de Conservação nas categorias, de proteção integral e uso sustentável. Uma alternativa viável é a regulação dos estoques de madeira no Estado por meio de Unidade de Conservação de Uso Sustentável. O que se pretende a partir deste ponto é analisar a possibilidade da criação de regulamentação do aproveitamento dos recursos naturais em espaços naturais protegidos. Para tanto, foram selecionadas e trabalhadas duas modalidades de Unidades de Conservação (UC, já existentes, e proposta a criação de uma nova modalidade, então denominada “Reservas Particulares de Desenvolvimento Sustentável (RPDS”. As Unidades de Proteção Integral têm desempenhado papel expressivo na preservação do Bioma Florestal com Araucária. Em contrapartida, as Unidades de Conservação de Uso Sustentável são inexpressivas no Bioma e necessitam de uma efetiva regulamentação para que desempenhem sua função ecológica e social. Medidas de incentivo à conservação das florestas particulares e ao uso sustentável dos recursos madeireiros e não madeireiros, somadas ao instrumental atualmente utilizado, podem contribuir com maior efetividade na conservação e recuperação do Bioma Florestal com Araucária.

  5. Composição florística e estrutura comunitária da floresta de galeria do córrego da Paciência, Cuiabá, (MT Floristic composition and community structure of a gallery forest along the Córrego da Paciência, Cuiabá, Mato Grosso, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ary Teixeira de Oliveira-Filho

    1989-07-01

    Full Text Available A floresta de galeria de um dos braços do córrego da Paciência, no sopé da chapada dos Guimarães, Mato Grosso (15º 21'S. 55º 49' W, foi inventariada por meio de 67 parcelas de 30m² (0,201 ha, sendo amosdos os indivíduos com circunferência ao nível do solo > 9cm em três setores da floresta; Nascentes, Vereda e Cachoeira. Foram calculados os parâmetros fitossociológicos das espécies e das famílias botânicas para toda a área amostral e para cada um dos três setores da floresta. Foram obtidas medidas de dissimilaridade florística e estrutural entre os três setores amostrais e medidas de dissimilaridade florística entre a floresta do presente estudo e cinco outras florestas riparias do Distrito Federal e dos estados de São Paulo e Mato Grosso. As seis florestas apresentaram entre si índices muito altos de dissimilaridade florística, embora algumas delas apresentassem espécies em comum entre as mais abundantes. Os três setores amostrais mostraram igualmente uma considerável dessemelhança florística e estrutural entre si. O clima, os solos e a geomcrfologia das bacias hidrográficas são evocados como responsáveis pelas diferenças interregionais entre as florestas riparias. Já as dessemelhanças intrarregionais podem ser atribuídas à fertilidade dos solos e, sobretudo, ao regime de água nos solos e nos próprios rios, os quais, por sua vez, variam com a topografia local. Os padrões de distribuição espacial marcadamente diferentes que podem ser observados para várias espécies de árvores podem ser atribuídos à elevada heterogeneidade ambiental, peculiar às florestas de galeria.The gallery forest which occurs along one of the branches of the Córrego da Paciência, southern Mato Grosso, Brazil (15º 21'S, 55º 49'W, was surveyed by 67 plots of 30m² each (0.201 ha. Individuals > 9cm in circumference at ground level were recorded. Three sites of the forest were sampled: Nascentes, Vereda and Cachoeira

  6. Composição florística e estrutura fitossociológica de dois fragmentos de floresta de restinga no Município de Bertioga, SP, Brasil Floristic and phytosociological analysis of two fragments of restinga forest in Bertioga, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Guedes

    2006-06-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado em dois fragmentos de floresta de restinga (floresta inundável e floresta não inundável no Município de Bertioga, Estado de São Paulo, em uma área com extensão total aproximada de 3.000.000 m², pertencente ao condomínio residencial Riviera de São Lourenço. Para o levantamento fitossociológico foram instaladas 48 parcelas de 10×10 m distribuídas em blocos de 20×30 m e de 10×30 m, onde foram amostrados todos os indivíduos lenhosos com perímetro do caule à altura do peito (PAP igual ou superior a 10 cm. Foram levantados 893 indivíduos distribuídos em 83 espécies e 31 famílias. As espécies da floresta não inundável com maior valor de importância (VI foram: Manilkara subsericea (Mart. Dubard, Amaioua intermedia Mart. ex K. Schum., Didymopanax angustissimum A. Sampaio, Miconia cubatanensis Hoehne, Euterpe edulis Mart., Syagrus pseudococos (Raud. Glassm., Bactris setosa Mart., Guarea macrophylla Vahl. e Nectandra oppositifolia Ness & Mart. ex Mez. e na floresta inundável: Eriotheca pentaphylla (Vell. emend K. Schum. A. Robyns, Calophyllum brasiliense Cambess., Syagrus pseudococos, Tabebuia cassinoides (Lam. DC., Manilkara subsericea, Tabebuia obtusifolia (Cham Bureau, Didymopanax angustissimum, Sloanea guianensis (Aubl. Benth. e Amaioua intermedia. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,50 nats/ind. para a floresta inundável e 3,70 nats/ind. para a floresta não inundável.A phytosociological investigation in two fragments of restinga forest (flooded and nonflooded in Riviera de São Lourenço complex, Bertioga, São Paulo, was carried out. Each fragment in the phytosociological survey was studied using 10×10 m plots. These plots were distributed in blocks of 20×30 m and 10×30 m, for a total area of 4,800 m². The 893 individuals sampled in both fragments were distributed in 83 species and 31 families. The species with highest importance values (IV in the flooded restinga

  7. Estrato de regeneração natural de um trecho de floresta estacional semidecidual, Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brena Karina Siqueira Franco

    2014-02-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na Mata da Praça de Esportes, situada no Campus da UFV, em Viçosa, MG, com 10,65 ha em regeneração há 75 anos. Foram estabelecidos quatro transectos paralelos de 3 x 50 m, espaçados por 3 m e subdivididos em 10 parcelas de 3 x 5 m cada. A amostragem do estrato de regeneração natural incluiu todos os indivíduos com altura ≥ 0,3 m e com DAP < 5 cm. Calcularam-se os parâmetros fitossociológicos, e realizou-se a classificação quanto à classe sucessional e à síndrome de dispersão. Comparou-se a composição florística entre a área estudada e diversos levantamentos florísticos de regeneração na região de Viçosa, MG, por meio de análise de agrupamento. Foram obtidas 30 famílias e 84 espécies. As espécies mais importantes foram Coffea arabica, Siparuna guianensis, Psychotria sessilis e Erythroxylum pelleterianum. Houve predomínio da classe sucessional secundária tardia (49,3% dos indivíduos e da síndrome de dispersão zoocórica (91,6% dos indivíduos. Não houve similaridade florística entre o trecho de floresta estudada e os demais fragmentos florestais da região. A predominância da síndrome de dispersão zoocórica no estrato de regeneração natural é fator importante para a continuidade da manutenção de animais frugívoros na área. A riqueza florística e a abundância de espécies secundárias tardias são fortes indicativos de que o ambiente estudado está oferecendo condições ecológicas adequadas ao desenvolvimento dessas espécies, permitindo, assim, o avanço da sucessão secundária.

  8. Multiple use forest management: an alternative to the extinction of the Araucaria Forest? Manejo florestal de uso múltiplo: uma alternativa contra a extinção com Floresta com Araucária?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Augusta Doetzer Rosot

    2010-06-01

    Full Text Available This paper advocates the adoption of forest management methods that are consistent with the
    principles of sustainable development and respectful of multiple forest use as a means to efficiently revert the
    fragmentation process of the Mixed Ombrophylous Forest (FOM or Araucaria Forest. The problems related to this endangered forest type are discussed within the context of progressive land use changes observed in its
    region of natural occurrence. Some concepts of forest management are presented, as well as the new approaches related to the paradigm of sustainability and the focus on other benefits provided by the forest, besides wood products solely. It is also discussed the present trend observed in society, which favors preservation policies, and the obstacles for adopting forest management practices in the FOM. The reasons for the inexpressive role played by the forest component in the incomes of small and medium landowners are analyzed and the rural poverty is considered a determinant factor. The management of the Araucaria Forest based on regulation methods
    is proposed as a means of enhancing forest conditions in what concerns its structure, species composition and
    reproductive capabilities, besides achieving sustainable yields of timber and non-timber products. The main
    characteristics of the use of the selection method are described.O artigo defende a adoção do manejo florestal de uso múltiplo como forma eficaz de reverter a
    tendência de fragmentação e degradação da Floresta Ombrófila Mista (FOM ou Floresta de Araucária, considerada em perigo de extinção pela gradual conversão de uso do solo na sua região de ocorrência natural. Apresenta-se a evolução do conceito de manejo florestal com as mudanças de paradigma observadas na sociedade, como a sustentabilidade e o enfoque sobre múltiplos bens e serviços produzidos pela floresta, além dos madeireiros. São discutidas as tendências da

  9. A integração lavoura-pecuária-floresta e sua importância para o agronegócio brasileiro

    OpenAIRE

    Martins, Carlos Eugênio; Lima, Victor Muiños Barroso; Hott, Marcos Cicarini; Furtado, Thiago Bellotti; Balbino, Luiz Carlos

    2010-01-01

    O trabalho desenvolvido no programa de "Transferência de tecnologias para sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta" vem consolidar a expectativa que envolve a importância sobre a sustentabilidade do sistema de integração lavourapecuária-floresta para o agronegócio brasileiro.

  10. Estrutura da comunidade arbórea de trecho de Floresta Estacional Sempre-Verde e similaridade florística na região Nordeste do Mato Grosso, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sustanis Horn Kunz

    Full Text Available Este trabalho apresenta a estrutura de trechos de Floresta Estacional Sempre-Verde do Rio das Pacas e avalia a similaridade florística de dez áreas localizadas nas Bacias Hidrográficas Pacuneiro e Pacas, Mato Grosso. Foram alocadas 14 parcelas (25 × 10 m em cada trecho (nascente, meio e foz, sendo amostrados todos os indivíduos com Circunferência à Altura do Peito > 15 cm e realizada a análise dos parâmetros fitossociológicos, além da similaridadeflorística pelo Índice de Jaccard. A densidade total foi de 1.606 ind./ha. As famílias com maior riqueza foram Anonnaceae (9 espécies; Fabaceae (9; Melastomataceae (6 e Burseraceae (5. As espécies Jacaranda copaia (Aubl. D. Don, Ocotea caudata (Nees Mez, Ocotea guianensis Aubl. e Zigia cataractae (Kunth L. Rico tiveram maior valor de importância. O Índice de Shannon (3,67 e o índice de equabilidade (0,86 mostraram-se semelhantes aos de outras florestas ribeirinhas. As áreas de nascente e meio apresentaram maior similaridade florística (J = 0,71.

  11. NUTRIENTES NA SERAPILHEIRA EM UM FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, ITAARA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Viera

    2010-01-01

    Full Text Available The aim of the present study was to quantity aboveground mass and nutrients in a deciduous seasonal forest fragment in the district of Itaara, RS, Brazil. For quantification and fractionation of the litter, sampling was carried out using two methodologies: the first one for leaves and branches with diameter smaller than 1 cm (S0 and the second one for woody material with diameter varying from 1 cm to 3 cm (S1, 3.1 cm to 6 cm (S2, and greater than 6 cm (S3. To evaluate the S0 fraction, 50 randomly sample were collected with a metallic frame of 25 cm x 25 cm, and for S1, S2 and S3 10 plots of 3 m x 2 m were distributed randomly in the area of study. Samples was packed and taken to the Laboratory of Forest Ecology of the Universidade Federal de Santa Maria, where they were dried, weighed, ground and analyzed for nutrient contents. The woody senescent litter represented about 45% of the litter layer. Litter classes differed statistically in relation to nutrient content (p < 0.05, except for Mg and Cu; usually the S0 fraction presented higher contents. The fractions S1, S2 and S3 showed an accumulation of nutrients ranging from 53.3% to 8.7% K for Fe in the total litter, demonstrating the importance of quantification of these components during the evaluation of nutrient stocks contained in the litter of the forest ecosystem.

  12. ANÁLISE DE AGRUPAMENTOS EM REMANESCENTE DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarice Maboni de Almeida

    2015-01-01

    Full Text Available This study intended to analyze the presence of clusters in the vegetation of Seasonal Deciduous Forest remnants, characterized as a concave enclave, on steep sandy soil, among the region’s characteristic fields. Shrub and tree specimens with CBH (circumference at breast height ≥ 15 cm were sampled in two size classes. In class I (CBH ≥ 30 cm specimen sampling, we used fourteen 20 x 100 m plots, divided into sub-plots (10 x 10 m. Class II (15 ≤ CBH < 30 cm specimens were observed in 70 sub-portions. We used the TWINSPAN program to analyze the clusters, which indicated two well-defined clusters in class I (G1 and G2 and one relatively homogenous cluster in class II (understorey. There were Trichilia claussenii , Cupania vernalis and Crysophyllum marginatum indicator species in the G1 cluster; and Luehea divaricata and Sebastiania commersoniana in the G2 cluster. Regarding to horizontal structure , these species were among the three most important ones in both clusters. In the understorey , the most important species were Actinostemon concolor, Trichilia claussenii , Trichilia elegans , Eugenia rostrifolia and Sorocea bonplandii . Since these species prevail in the tree vegetation, they are fundamental to stabilize hillsides, considering that they are adapted to steep and shallow soil areas, pointing out the Cupania vernalis and Trichilia claussenii in less modified environments and the Luehea divaricata and Sebastiania commersoniana in environments more susceptible to interference.

  13. INFLUÊNCIA DO FOGO NO BANCO DE SEMENTES DO SOLO EM FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virgínia Londe de Camargos

    2013-01-01

    Full Text Available This study was carried out in a fragment called “Reserva da Biologia”, which belongs to the Universidade Federal de Viçosa, in Minas Gerais State, Brazil (20º35’-28º50’S e 42º45’-43º00’W, where 10 plots of 5 x 5 m plots, 1m away from each other, were set up. A controlled burning was performed on the plots, following the wind-driven fire technique, according to the slope orientation. The objective was to characterize the soil seed of the tree community before and after fire, in order to verify the effects of such discontinuance on both population density and floristic composition. In the centre of each plot, one 40 x 25 cm soil sampling was collected, from the leaf litter downward 5cm deep. One day after the soil sampling the plots underwent controlled burning. New soil samplings were done immediately after burning, following the previous methodology. It was counted 528 and 429 seedlings emerging from the soil seed bank before and after the fire, respectively. Such plants were of 23 species and 14 botanical families, from which Melastomataceae, Asteraceae and Urticaceae stood out. There was no meaningful reduction in the species richness or in the density of individuals of the populations between both samplings. The floristic similarity was 34 %. Miconia cinnamomifolia and Leandra purpurascens were the most frequent/abundant species. Pioneer species stood out making up 44