WorldWideScience

Sample records for solos da bacia

  1. Avaliação Multitemporal da Susceptibilidade Erosiva na Bacia do Rio Urucuia (Mg Por Meio da Equação Universal de Perda de Solos.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarisse Lacerda Mata

    2007-12-01

    Full Text Available A Equação Universal de Perda de Solos (EUPS é um modelo de predição de perda de solo segundo um produto da erosividade da chuva, Fator R, da erodibilidade do solo, Fator K, do comprimento de rampa, Fator L, da declividade da vertente, Fator S, da cobertura e do manejo, Fator C, e das práticas conservacionistas, Fator P. Esta metodologia de predição de perda de solos, tem também tem sido utilizada como um instrumento de avaliação de risco à erosão e como medida de planejamento em bacias de uso agrícola. Assim, o presente trabalho tem por objetivo identificar as mudanças da erosão do solo na Bacia do Rio Urucuia, Minas Gerais, Brasil, através dos resultados da EUPS para 1987 e 2007. A Bacia do Rio Urucuia é tributária da Bacia do Rio São Francisco, com aproximadamente 25.000 km², contribui com 10% de vazão e 18% da carga de sedimentos. A metodologia usou o SIG para obtenção do Fator Topográfico (LS e o Sensoriamento Remoto para a determinação dos fatores de cobertura e  manejo (C e práticas conservacionistas (P. A classificação das imagens Landsat-TM foi feita pelo método ISODATA para dois anos, 1987 e 2007. A análise multitemporal determinou para a área estudada a ocorrência de mudanças significativas na erosão do solo, no final de vinte anos. O fator mais significativo para a degradação e erosão foi o aumento das áreas agrícolas. Os resultados mostram a distribuição espacial das distintas áreas propensas à erosão na bacia, onde práticas conservacionistas são fundamentais na prevenção da perda de solo por erosão. A análise é importante para o planejamento ambiental, e pode dar subsídio ao estabelecimento de cenários que visem o desenvolvimento sustentável da bacia.

  2. Uso da terra e perda de solo na Bacia Hidrográfica do Rio Colônia, Bahia

    OpenAIRE

    Silva,Vinícius de A.; Moreau,Mauricio S.; Moreau,Ana M. S. dos S.; Rego,Neylor A. C.

    2011-01-01

    Mudanças no uso da terra muitas vezes potencializam a erosão hídrica acarretando perda de água, solo, nutriente e matéria orgânica dos sistemas agrícolas, razão por que se estimou a perda de solo na bacia hidrográfica do rio Colônia, na Bahia, nos últimos vinte e sete anos, utilizando-se o software SWAT (Soil and Water Assessment Tool). Para tal, procedeu-se à digitalização de mapas temáticos, interpretação de fotografias aéreas de 1975; classificação supervisionada de imagens de satélites de...

  3. Distribuição espacial da erosão potencial e atual do solo na Bacia Hidrográfica do Rio Sapucaí, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Fonseca Durães

    Full Text Available RESUMO Este estudo avalia a distribuição espacial do potencial natural e atual do solo à erosão hídrica na Bacia do Rio Sapucaí, sul de Minas Gerais, utilizando a equação universal de perda de solos revisada, através de modelagem cartográfica, para a obtenção da erosão potencial (EP e da erosão atual (EA. Os resultados indicaram que a EP para a Bacia do Rio Sapucaí variou de "Muito forte", na sua região de cabeceira (Serra da Mantiqueira, a "Fraca", nas áreas com topografia mais suavizada e menor erosividade da chuva. Em relação à EA, mais de 55,17 % da Bacia do Rio Sapucaí apresenta perdas de solo abaixo de 10 t.ha-1.ano-1, significando baixo potencial atual de erosão. A identificação de áreas de risco associadas à erosão acelerada, realizadas neste estudo, fornecem subsídios fundamentais para medidas associadas ao manejo, conservação e planejamento do uso do solo.

  4. MORFOMETRIA E EVOLUÇÃO DO USO DO SOLO E DA VAZÃO DE MÁXIMA EM UMA MICRO BACIA URBANA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo Cunha Menezes

    2014-12-01

    Full Text Available O conhecimento dos atributos físicos de uma bacia hidrográfica é de suma importância para a identificação dos parâmetros que auxiliam no melhor gerenciamento dos recursos hídricos. Portanto, a caracterização morfométrica e a avaliação do uso do solo de uma bacia hidrográfica se torna uma ferramenta importante para gestão dos recursos hídricos, pois permite prever o grau de vulnerabilidade da bacia a fenômenos extremos como enchentes e inundações. Sendo assim, o presente trabalho pautou no uso das técnicas do geoprocessamento de imagens digitais para análise de atributos morfométricos e da mudança do uso do solo em uma micro bacia urbana no município de Lavras, MG, relacionando-os com a estimativa de vazão máxima como resposta a chuvas de alta intensidade. A análise dos dados e a interpretação dos resultados obtidos nas condições atuais da micro bacia hidrográfica permitiram concluir que o padrão de drenagem formado pelos cursos d’água caracteriza-se como dendrítico e de 4º ordem. A micro bacia do Ribeirão Vermelho possui a forma alongada, evidenciando um menor risco de cheias em condições normais de pluviosidade anual. O mapeamento e ocupação do solo de 2003 e 2013 indicou um aumento da área urbana em contraste com uma redução na área de pastagem, entretanto, não se observou alterações na vazão de pico entre estes anos.

  5. MAPEAMENTO DO USO E COBERTURA DO SOLO DA BACIA DO RIO TAPEROÁ: REGIÃO SEMIÁRIDA DO ESTADO DA PARAÍBA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius Da Silva Seabra

    2014-08-01

    Full Text Available O presente trabalho tem como objetivo realizar um mapeamento do uso e cobertura do solo da bacia do rio Taperoá, maior afluente do rio Paraíba, que juntos abastecem o 2º maior açude da Paraíba, o Epitácio Pessoa no município de Boqueirão. Este açude é responsável pelo abastecimento de toda Região Metropolitana de Campina Grande e vem sofrendo nos últimos anos com o rápido assoreamento. A análise do Uso e Cobertura do Solo foi realizada a partir de mapas (1:100.000, gerados por classificação baseada em objetos, utilizando uma imagem do satélite Landsat 5 TM (01/2009. Os resultados mostraram o baixo percentual de cobertura vegetal de caatinga e o predomínio da agropecuária. As correlações entre a área de caatinga e a densidade de cabeças (pecuária por municípios mostrou a influência desta atividade na redução da cobertura vegetal.

  6. Padrão espaço-temporal da umidade volumétrica do solo em uma bacia hidrográfica com predominância de latossolos

    OpenAIRE

    Ávila,Léo Fernandes; Mello,Carlos Rogério de; Mello,José Márcio de; Silva,Antônio Marciano da

    2011-01-01

    A umidade volumétrica do solo possui alta variabilidade espacial e temporal devido à influência de vários fatores ambientais e de uso do solo. Desse modo, seu entendimento assume papel fundamental na modelagem dos processos que envolvem o escoamento superficial, a erosão do solo e o transporte de sedimentos. Nesse contexto, objetivou-se neste estudo avaliar o padrão espacial e temporal da umidade volumétrica na camada superficial do solo, nas diferentes estações do ano, em uma bacia hidrográf...

  7. DETERMINAÇÃO E ESPACIALIZAÇÃO DA PERDA DE SOLO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO CASCAVEL, GOIÁS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Souza Rodrigues Pereira

    2015-12-01

    Full Text Available O modelo de predição de erosão hídrica baseado na Equação Universal de Perda de Solo (USLE, bem como suas variações, tem sido amplamente empregado no Brasil e no mundo devido sua robustez e eficiência. Assim, este estudo tem por objetivos, identificar as áreas mais susceptíveis à erosão hídrica laminar e quantificar os processos erosivos na Bacia Hidrográfica do Córrego Cascavel, tributário do Ribeirão Anicuns. Para tanto, foram identificadas as pedologias existentes, necessárias para a definição do Fator de Erodibilidade (k, realizado cálculo das precipitações para obtenção do Fator de Erosovidade (R, classificação supervisionada de imagem satélite do Landsat 8 composição 4-5-3 (RGB, por meio do programa ArcGis, para compor uma correlação entre os fatores Uso e Manejo do Solo (C e Práticas Conservacionistas (P e, por fim, o Fator Topográfico (LS foi obtido por meio do programa SAGA, que realiza um cruzamento entre o comprimento da rampa e a declividade da região. Dessa forma, foi realizada a interpolação de todos os fatores que compõem a USLE em um Sistema de Informações Geográficas (SIG. Este estudo consiste no primeiro trabalho dessa natureza realizado para a área com tais ferramentas. Os resultados obtidos mostraram-se coerentes em relação aos dados de entrada. O produto final, Mapa de Estimativa de Perda Anual de Solo, demonstrou taxas que variam de 0 - 10 t/ha.a, divididos em seis classes de perdas de solo. As classes predominantes de perdas foram de 0 - 3,2 t/ha.a, sendo o valor máximo de 10 t/ha.a considerado normal para essa região.

  8. Estimativa do potencial de degradação do solo antes e depois de um grande incêndio florestal numa bacia elementar de Alfândega da

    OpenAIRE

    Costa, Rui; Figueiredo, Tomás de; Fonseca, Felícia

    2016-01-01

    Os grandes incêndios florestais expõem o solo, em extensas áreas e por largo tempo, à degradação por erosão hídrica. O local de estudo, uma pequena bacia elementar em Alfândega da Fé, NE Portugal, apresenta ainda marcas do grande incêndio de Picões (Julho de 2013), que afetou cerca de 14000 ha. Este trabalho propos-se, através da avaliação das caraterísticas biofísicas e morfológicas da bacia e aplicando o modelo de erosão USLE (Equação Universal de Perda de Solo), estimar o risco potencial d...

  9. Continuidade espacial da condutividade hidráulica saturada do solo na bacia hidrográfica do Alto Rio Grande, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Cristina Alvarenga

    2011-10-01

    Full Text Available A distribuição espacial da condutividade hidráulica saturada (k0 é essencial para estudos relacionados a erosão do solo e escoamento superficial. Este trabalho objetivou estudar a continuidade espacial do atributo hidrológico do solo k o na Bacia Hidrográfica do Alto Rio Grande, MG, e realizar seu mapeamento por meio de técnicas geoestatísticas, utilizando dados sem e com transformação logarítmica. Os modelos de semivariograma esférico e exponencial foram ajustados ao semivariograma experimental pelo método dos Mínimos Quadrados Ordinários (MQO e Mínimos Quadrados Ponderados (MQP. Técnicas de validação cruzada e preditiva foram aplicadas para a escolha do melhor modelo. Os resultados indicaram que, ao se trabalhar com o logaritmo dos dados de k o, houve redução de pontos discrepantes e de anisotropia, entretanto os valores mais elevados de grau de dependência espacial foram observados nos dados sem transformação. O ajuste do modelo esférico, por meio do método MQO, foi o que produziu melhor desempenho na modelagem da continuidade espacial de k0. Os mapas gerados a partir dos dados sem e com transformação logarítmica não apresentaram o mesmo comportamento na distribuição espacial dos valores, e o mapa dos dados na forma transformada teve o melhor detalhamento da distribuição espacial.

  10. Padrão espaço-temporal da umidade volumétrica do solo em uma bacia hidrográfica com predominância de latossolos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Léo Fernandes Ávila

    2011-10-01

    Full Text Available A umidade volumétrica do solo possui alta variabilidade espacial e temporal devido à influência de vários fatores ambientais e de uso do solo. Desse modo, seu entendimento assume papel fundamental na modelagem dos processos que envolvem o escoamento superficial, a erosão do solo e o transporte de sedimentos. Nesse contexto, objetivou-se neste estudo avaliar o padrão espacial e temporal da umidade volumétrica na camada superficial do solo, nas diferentes estações do ano, em uma bacia hidrográfica experimental, com predominância de latossolos, localizada na região Sul de Minas Gerais. Para isso, utilizou-se o conceito de estabilidade temporal e escalonamento de semivariogramas, o qual possibilitou a comparação da estrutura espacial dos modelos de semivariogramas ajustados. Foi possível detectar forte dependência espacial da umidade do solo na bacia hidrográfica, com grau de dependência sempre acima de 80 %, e os semivariogramas escalonados mostraram semelhanças no padrão espacial no verão e no outono e diferenças em relação ao inverno e à primavera. Dessa forma, constatou-se que houve diferença no padrão espacial da umidade do solo ao longo do ano, contudo maior homogeneidade no período chuvoso (verão. Ocorreu variação no padrão temporal de umidade do solo de acordo com as estações do ano, sendo verificada tendência nos dados de inverno e primavera, demonstrada pelo teste de Spearman. Devido às diferenças verificadas no padrão espaçotemporal da umidade do solo ao longo das estações do ano, quatro pontos distintos foram identificados, um em cada estação, para implantação de monitoramento permanente desse atributo do solo na bacia hidrográfica.

  11. Estimativa da perda de solo por erosão hídrica na bacia hidrográfica do rio Jauru/MT / Estimation of soil loss for rainfall erosion in the catchment area of Jauru, Mato Grosso State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Mara Alves da Silva Neves

    2011-12-01

    Full Text Available A crescente ocupação do sudoeste de Mato Grosso tem provocado o desmatamento de grande parte da vegetação natural para a exploração agropecuária, sem o adequado uso e manejo do solo, originando áreas de alta fragilidade ambiental e suscetibilidade à erosão hídrica. Para estimar a perda de solo na Bacia Hidrográfica do rio Jauru foi utilizada da Equação Universal de Perdas de Solo operacionalizada por meio de Geotecnologias. No período de 1994 a 2003, a perda média de solo foi de 3,26 t ha-1 ano-1, correspondendo a uma perda nula ou moderada e a erosividade média foi de 683,93 Mj mm ha-1 h-1 ano-1. 81,75% da superfície da Bacia Hidrográfica do rio Jauru é recoberta por solos de elevada erodibilidade (Neossolos Quartzarênicos, Neossolos Litólicos, Argissolos Vermelhos e Argissolos Vermelho-Amarelo. O fator topográfico (LS médio da bacia foi de 2,05. A análise da ocorrência das principais classes de cobertura e uso do solo evidenciou que 28,32% do solo da bacia foram utilizados para uso agropecuário, com predomínio de pastagens. As estimativas geradas pela Equação Universal de Perdas de Solo devem ser consideradas como comparativas da distribuição da erosão hídrica em uma bacia e visam auxiliar na tomada de decisão sobre o uso e manejo do solo mais adequado.

  12. Estabilidade temporal do conteúdo de água em três condições de uso do solo, em uma bacia hidrográfica da região da Serra da Mantiqueira, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Léo Fernandes Ávila

    2010-12-01

    Full Text Available A descrição de processos hidrológicos é relativamente complexa, principalmente da variação do conteúdo de água no solo, devido à influência de fatores edáficos, topográficos, climáticos e de vegetação. Em condições de campo, a estimativa do conteúdo de água no solo requer um plano de amostragem adequado, considerando as variações no tempo e no espaço. Visando representar adequadamente o conteúdo de água no solo com reduzido esforço amostral e custo, o conceito de estabilidade temporal tem sido muitas vezes empregado. Este estudo foi realizado com o objetivo de analisar a estabilidade temporal do conteúdo de água na camada superficial do solo (0-0,20 m de profundidade, sob diferentes usos do solo, em uma bacia hidrográfica experimental da região da Serra da Mantiqueira, Minas Gerais, nos períodos de estiagem e chuvoso, estimando os pontos mais representativos para essa determinação. Houve maior estabilidade temporal do conteúdo de água no solo na área de vegetação de várzea, menor na área ocupada por Mata Atlântica e intermediária na área de pastagem. Ocorreram, também, variações significativas da diferença relativa média entre os períodos de medição, concluindo-se que as características de cada área devem ser consideradas particularmente para escolha dos pontos. Na área de pastagem, foi possível identificar apenas um ponto para monitoramento tanto para o período chuvoso como para o de estiagem. Por outro lado, nas áreas de Mata Atlântica e vegetação de várzea foram identificados dois pontos, sendo um especificamente para o período chuvoso e outro para o período de estiagem, sendo recomendada uma análise individual específica para cada estação.

  13. Avaliação de características morfométricas na relação solo-superfície da Bacia Hidrográfica do Córrego Rico, Jaboticabal (SP)

    OpenAIRE

    Pissarra,T. C. T.; Politano,W.; Ferraudo,A. S.

    2004-01-01

    Com a análise das características morfométricas procura-se entender a relação solo-superfície, em decorrência dos processos erosivos sobre estruturas e litologias variadas. Neste trabalho, objetivou-se avaliar as características morfométricas do padrão de drenagem e do relevo em microbacias hidrográficas de 2ª ordem de magnitude, em Latossolo Vermelho-Escuro e Argissolo Vermelho-Amarelo, com vistas ao planejamento agroambiental da Bacia Hidrográfica do Córrego Rico, município de Jaboticabal, ...

  14. Uso da terra e perda de solo na Bacia Hidrográfica do Rio Colônia, Bahia Land use and soil loss in the Colônia River Watershed, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius de A. Silva

    2011-03-01

    Full Text Available Mudanças no uso da terra muitas vezes potencializam a erosão hídrica acarretando perda de água, solo, nutriente e matéria orgânica dos sistemas agrícolas, razão por que se estimou a perda de solo na bacia hidrográfica do rio Colônia, na Bahia, nos últimos vinte e sete anos, utilizando-se o software SWAT (Soil and Water Assessment Tool. Para tal, procedeu-se à digitalização de mapas temáticos, interpretação de fotografias aéreas de 1975; classificação supervisionada de imagens de satélites de 2002 e produção de mapas de uso da terra. O SWAT foi utilizado na obtenção de mapas temáticos digitais por sub-bacia hidrográfica do rio Colônia, quantificação das perdas de solo em cada sub-bacia e nas formas de usos obtidos por conceito teórico, simulando as inclusões de áreas de preservação permanente, bem como mata em toda a superfície das sub-bacias. Estima-se que, entre 1975 e 2002, a média de perda de solo na bacia hidrográfica do rio Colônia foi de 47 t ha-1 ano-1 e em 2002 a estimativa de perda de solo foi de 46,64 t ha-1 ano-1. Na simulação de um cenário teórico de área de preservação permanente (APP e mata, ocorreu diminuição da média da perda de solo em toda a bacia hidrográfica do rio Colônia de, respectivamente, 9,09 t ha-1 ano-1 e 20,91 t ha-1 ano-1.Land use changes most of the time increases the hydric erosion leading to loss of water, nutrients and organic matter in agricultural systems. Thus, aiming to estimate the soil loss in the watershed of Colonia River, in Bahia, in the last twenty-seven years, the software SWAT (Soil and Water Assessment Tool was used. For the purpose, a digitalization thematic map (Arc View, interpretation of aerial photographs from 1975, supervised classification of 2002 satellite images and a land use map generation were developed. The SWAT software was used for obtaining a digital thematic map for every sub-basin of Colonia River Watershed, soil loss

  15. Relação entre padrões de uso e ocupação do solo e qualidade da água em uma bacia hidrográfica urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo Cunha Menezes

    Full Text Available RESUMO O uso e a ocupação do solo alteram sensivelmente os processos físico-químicos e biológicos dos sistemas naturais. Dessa forma, os mananciais de superfície são integradores dos fenômenos ocorrentes sobre a área da bacia hidrográfica. Assim, os objetivos do trabalho foram explorar a variabilidade temporal e espacial da qualidade da água e avaliar as possíveis relações entre os padrões de uso e ocupação do solo da bacia hidrográfica do Ribeirão Vermelho. Foram coletadas amostras de água em dois períodos (verão e inverno e em 15 seções ao longo do curso d'água. Verificou-se forte influência temporal e espacial na qualidade das águas, e foram apresentadas no período de inverno as maiores concentrações de nutrientes (Cl-, P, NO3 -, condutividade elétrica e matéria orgânica. Esses valores interferem nos valores do Índice de Qualidade da Água, que varia entre 84 e 9 no período do verão e 66 e 6 no inverno. Quanto à trofia dos mananciais, foram encontrados valores médios de Índice de Estado Trófico de 30 no período chuvoso e de 93 no inverno. No tocante aos padrões de uso do solo, observaram-se fortes relações na qualidade da água nos dois períodos avaliados; a principal fonte de contaminação são as áreas urbanas. O Ribeirão Vermelho e seus afluentes apresentam forte influência das formas de uso e ocupação do solo confirmada pela entrada de matéria orgânica e de nutrientes nos sistemas hídricos por meio do lançamento de esgoto doméstico sem tratamento e pela agropecuária na rede de drenagem da bacia.

  16. OS SOLOS E GEOAMBIENTES DAS CAMPINARANAS AMAZÔNICAS: RELAÇÃO GENÉTICA ENTRE OS GEOAMBIENTES E A EVOLUÇÃO DA PAISAGEM EM UM TRANSECTO NA BACIA DO ALTO RIO NEGRO, AMAZÔNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora de Sena Oliveira Mendes

    2017-08-01

    Full Text Available As Campinaranas Amazônicas da bacia do alto Rio Negro constituem ecossistemas singulares, que têm como substrato material arenoso, principalmente solos do tipo Espodossolos. Ocorrem em diferentes posições topográficas, como em zonas deprimidas sobre interflúvios tabulares, bases de vertentes, terraços fluviais e paleocanais e envolvidos pela floresta tropical amazônica, da qual diferem principalmente pelo porte dos indivíduos. Há variações fisionômicas importantes diretamente ligadas às condições edáficas (textura, teor de nutrientes e matéria orgânica, topográficas e à influência do nível freático. Embora ocupem áreas significativas da bacia do Rio Negro e constituam ambientes de grande fragilidade, ainda são poucos os estudos sobre a ecologia das Campinaranas na região. O Objetivo deste trabalho é caracterizar uma área de campinaranas além compreender relações genéticas entre o solo e a vegetação na escala da paisagem. Em campo foi feito um transecto abrangendo quatro geoambientes distintos. Em cada um deles o foram feitas análises do solo de complexo sortivo, teor de matéria orgânica, nitrogênio e textura. Constatou-se que os padrões florísticos, estruturais e de diversidade das Campinaranas estão fortemente relacionados à profundidade do lençol freático, à variação de textura e do teor de macro e micronutrientes. Dois geoambientes foram interpretados como mais antigos e dois como mais jovens a diversidade da vegetação e dos solos ao longo do transecto está intimamente ligada ao desenvolvimento e evolução da podzolização e ao processo de instalação e incisão da rede de drenagem na área. Conclui-se que a vegetação e sua variação no espaço se mostraram importante indicador da transformação.

  17. Vulnerabilidade à degradação dos solos da Bacia do Acaraú, Ceará Vulnerability to soil degradation in the Acaraú Basin, State of Ceara

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lydia Helena da Silva de Oliveira Mota

    2011-03-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou elaborar um mapa de vulnerabilidade à degradação dos solos da bacia do rio Acaraú, CE, através de Sistema de Informações Geográficas e de metodologia multicritério aditivo. Para a obtenção das classes de vulnerabilidade, foram avaliados os temas geologia, geomorfologia, pedologia, vegetação e clima, definindo-se cinco classes: estável, moderadamente estável, medianamente estável/vulnerável, moderadamente vulnerável e vulnerável. A classe medianamente estável/vulnerável foi a mais representativa, ocupando 9.776 km² de extensão (67,8% da bacia, seguida da classe moderadamente estável que ocupou 4.180 km² de extensão (mais de 28% da bacia. Os resultados obtidos mostraram a viabilidade da aplicação do método para a elaboração do mapa de vulnerabilidade ambiental que pode ser utilizado na gestão territorial da bacia do Rio Acaraú.This work aimed to prepare a map of soil degradation vulnerability in the Acaraú basin, Ceará, through the Geographic Information System and multicriterium additive methodology. For the obtaining of classes of vulnerability, we evaluated information related to geology, geomorphology, pedology, vegetation and climate, resulting in five classes: stable, moderately stable, medium stable/vulnerable, moderately vulnerable and vulnerable. The class medium stable/vulnerable was the most representative, occupying 9,776 km² of extension (67.8 % of the basin, followed by the class moderately stable, which occupied 4,180 km² of extension (more than 28% of the basin. The results showed the viability of the method for preparing the map of environmental vulnerability, which can be applied in the territorial management of the Acaraú basin.

  18. Avaliação de características morfométricas na relação solo-superfície da Bacia Hidrográfica do Córrego Rico, Jaboticabal (SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pissarra T. C. T.

    2004-01-01

    Full Text Available Com a análise das características morfométricas procura-se entender a relação solo-superfície, em decorrência dos processos erosivos sobre estruturas e litologias variadas. Neste trabalho, objetivou-se avaliar as características morfométricas do padrão de drenagem e do relevo em microbacias hidrográficas de 2ª ordem de magnitude, em Latossolo Vermelho-Escuro e Argissolo Vermelho-Amarelo, com vistas ao planejamento agroambiental da Bacia Hidrográfica do Córrego Rico, município de Jaboticabal, SP. O estudo foi baseado em fotografias aéreas, pancromáticas, verticais na escala 1:35.000 da região administrativa de Ribeirão Preto. Com técnicas de fotointerpretação, foram traçadas a rede de drenagem e respectivas microbacias hidrográficas, onde as variáveis selecionadas foram determinadas. As classes de risco de degradação, resultando no uso potencial do solo, foram determinadas de acordo com o coeficiente de rugosidade. As características do padrão de drenagem e do relevo repercutiram no comportamento hidrológico e litológico das microbacias hidrográficas, possibilitando a diferenciação entre as unidades de solos. A densidade de drenagem e a amplitude altimétrica foram as características que mais contribuíram para o poder discriminatório na relação solo-superfície. Na análise conjunta do potencial de uso do solo, verificou-se, principalmente, adequação para agricultura nos Latossolos e pecuária e, ou, reflorestamento nos Argissolos.

  19. Geoprocessamento aplicado ao diagnóstico de uso e ocupação do solo da bacia hidrográfica do córrego Guaribas em Uberlândia – MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erich Vectore Pavanin

    2016-12-01

    Full Text Available Este trabalho estabelece um diagnóstico do uso e ocupação do solo da Bacia Hidrográfica do Córrego Guaribas, localizada em Uberlândia – MG, por meio da utilização e aplicação de geotecnologias e técnicas de geoprocessamento. A região de estudo se configura como uma área de grande influência para a expansão urbana no município de Uberlândia, o que evidencia a necessidade da elaboração de estudos acerca da dinâmica do uso e parcelamento do solo a fim de promover ferramentas importantes para o planejamento e infraestrutura urbana regional e sua concomitância com a preservação dos recursos ambientais e populações existentes neste ecossistema. Neste aspecto, a utilização de geotecnologias desponta como um importante instrumento para a efetivação de políticas de gestão territorial e engenharia urbana e auxiliam na promoção do desenvolvimento urbano sustentável. Desta maneira, este trabalho utilizou imagens de satélite Quickbird, e os softwares livres Google Earth e SPRING com o intuito de promover uma análise da evolução do uso e ocupação do solo na área de drenagem do Córrego Guaribas, procurando relacionar este processo com outros parâmetros a fim de estabelecer escopos para melhorias na gestão territorial da região.

  20. Spatial distribution of top soil water content in an experimental catchment of Southeast Brazil Distribuição espacial da umidade superficial do solo em uma bacia hidrográfica experimental do Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Rogério de Mello

    2011-06-01

    Full Text Available Soil water content is essential to understand the hydrological cycle. It controls the surface runoff generation, water infiltration, soil evaporation and plant transpiration. This work aims to analyze the spatial distribution of top soil water content and to characterize the spatial mean and standard deviation of top soil water content over time in an experimental catchment located in the Mantiqueira Range region, state of Minas Gerais, Brazil. Measurements of top soil water content were carried out every 15 days, between May/2007 and May/2008. Using time-domain reflectometry (TDR equipment, 69 points were sampled in the top 0.2 m of the soil profile. Geostatistical procedures were applied in all steps of the study. First, the spatial continuity was evaluated, and the experimental semi-variogram was modeled. For the development of top soil water content maps over time a co-kriging procedure was used having the slope as a secondary variable. Rainfall regime controlled the top soil water content during the wet season. Land use was also another fundamental local factor. The spatial standard deviation had low values under dry conditions, and high values under wet conditions. Thus, more variability occurs under wet conditions.A umidade do solo é essencial para o entendimento do ciclo hidrológico, uma vez que controla a geração do escoamento superficial, infiltração de água no solo, evaporação do solo e transpiração das plantas. Este trabalho objetivou analisar os padrões espaciais da umidade superficial do solo e caracterizar a média e o desvio padrão espaciais da mesma ao longo do tempo em uma bacia hidrográfica experimental localizada na Serra da Mantiqueira, MG. As medidas da umidade superficial do solo foram conduzidas a cada 15 dias, entre Maio/2007 e Maio/2008, usando um equipamento TDR portátil, em 69 pontos amostrados na camada de 0-20 cm. Procedimentos geoestatísticos foram aplicados em todas as etapas do trabalho

  1. ANÁLISE E MAPEAMENTO DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DA BACIA DO ALTO DO DESCOBERTO, DF/GO, POR MEIO DE CLASSIFICAÇÃO AUTOMÁTICA BASEADA EM REGRAS E LÓGICA NEBULOSA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Faria Nunes

    2015-02-01

    Full Text Available A Bacia do Alto do Descoberto é importante fonte de água para o Distrito Federal. Essa bacia tem apresentado ao longo dos anos expansão agrícola e urbana em detrimento das áreas de vegetação natural. A ocupação inadequada, assim como a falta de planejamento do uso e ocupação do solo, pode levar a alterações do escoamento superficial e, consequentemente, do ciclo hidrológico, a feições erosivas, à contaminação dos mananciais superficiais e subterrâneos e ao desequilíbrio do ecossistema da região. Portanto, o monitoramento e a análise do uso e ocupação do solo são imprescindíveis na prevenção desses impactos e na manutenção dos mananciais. Dessa forma, este estudo tem como objetivo o mapeamento e a análise comparativa do uso e ocupação do solo da Bacia do Alto do Descoberto entre os anos 1994 e 2011. As classificações de uso e ocupação do solo foram elaboradas utilizando um classificador orientado ao objeto baseado em regras e lógica nebulosa, permitindo uma análise dos avanços do uso do solo e a perda da cobertura vegetal da bacia. O sistema de classificação utilizado foi considerado bem-sucedido, com índice de exatidão temática (Kappa de 0,64. Apesar de ainda haver algumas confusões temáticas no processo de classificação, as análises comparativas entre as classes temáticas dos mapas dos referidos anos evidenciaram a forte expansão agrícola da região em aproximadamente 11% da área da bacia, bem como uma perda de vegetação natural.

  2. A bacia hidrográfica como unidade fundamental de análise da paisagem: a Bacia do Pacuí e a sua relação com a Bacia do São Francisco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Ivete Soares de Almeida

    2015-06-01

    Full Text Available Este artigo procura entender a bacia hidrográfica como unidade espacial e básica na análise do ambiente, ficando implícita a adoção da visão integrada da paisagem e do meio ambiente. Neste sentido, apresenta uma breve revisão teórica sobre a evolução dos estudos sobre as bacias hidrográficas. Esta discussão se faz necessária para o entendimento de como o conceito bacia hidrográfica tem sido trabalhado na geografia. A seguir é feita uma contextualização da paisagem da Bacia do Pacuí e a sua relação com a Bacia do São Francisco. Ao mesmo tempo contempla breves reflexões acerca do uso e ocupação dos solos urbanos e rurais, e sobre as grandes diferenças socioeconômicas e ambientais dos municípios que fazem parte da Bacia do Pacuí. Ao finalizar este artigo percebe-se que a paisagem do Pacuí necessita de um planejamento que contemple medidas concretas de manejo e conservação dos recursos naturais existentes na Bacia do Pacuí.

  3. Análise geoquímica-ambiental dos solos de veredas da Bacia do Rio do Formoso, município de Buritizeiro, Minas Gerais, Brasil

    OpenAIRE

    Priscilla Palmeiras de Freitas

    2010-01-01

    A Bacia do Rio do Formoso, importante tributário do Rio São Francisco. no norte do estado de Minas Gerais, está posicionada na porção sudoeste do município de Buritizeiro, drenando uma área de aproximadamente 826 km2. Inserida no Bioma Cerrado, esta bacia possui inúmeras veredas que são um tipo de ecossistema, que se desenvolve sob condições definidas de umidade em regiões deste bioma, sendo identificadas, em geral, como cabeceiras ou nascentes de rios. As veredas, áreas úmidas do Cerrado, so...

  4. FRAGILIDADE AMBIENTAL DA BACIA DO RIO PEQUENO EM SÃO JOSÉ DOS PINHAIS (PR)

    OpenAIRE

    Soares, Marcia Regina Gomes de Jesus; Universidade Tuiuti do Paraná; Souza, Jorge Luiz Moretti de; Universidade Federal do Paraná; Jerszurki, Daniela

    2013-01-01

    O presente trabalho teve o objetivo de identificar e avaliar a fragilidade ambiental da bacia do rio Pequeno, situada no município de São José dos Pinhais (PR). A fragilidade ambiental foi determinada baseando-se em dados de solo e declividade. O mapa de fragilidade potencial foi gerado pelo cruzamento do mapa de declividade com o de solos, e o mapa de fragilidade emergente foi gerado com o cruzamento do mapa da fragilidade potencial com o de uso atual do solo. As classes de fragilidade “muit...

  5. Efeito da variabilidade da precipitação pluvial e do uso e manejo do solo sobre o escoamento superficial e o aporte de sedimento de uma bacia hidrográfica do Distrito Federal Effect of rainfall variability and land use on runoff and sediment in the Pipiripau river basin, in the Distrito Federal, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Marinho Leite Chaves

    2008-02-01

    Full Text Available O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da variabilidade da precipitação sobre o escoamento direto e sobre o aporte de sedimento na bacia do rio Pipiripau (A = 235 km², no Distrito Federal. Cinco anos típicos da série de precipitação foram selecionados: o ano mais úmido, o ano mais seco, o ano médio e dois anos que representaram os desvios-padrão da série (médio-seco e médio-úmido. Depois de o modelo ser calibrado com dados diários de chuva e vazão da bacia, simulações foram realizadas para cada evento chuvoso de cada um dos cinco anos selecionados da série, e o escoamento direto e o aporte de sedimento da bacia foram calculados com a MUSLE em três diferentes cenários de uso e manejo do solo: o cenário atual, onde predomina o preparo convencional do solo (PC nas áreas de agricultura da bacia; o passado recente, em que predominava o Cerrado nativo (CER; e o cenário de plantio direto (PD, nas áreas de agricultura da bacia. Apesar de as vazões médias anuais observadas terem apresentado relação linear com os volumes de precipitação pluvial anual, em todos os cenários, o escoamento direto e o aporte de sedimento apresentaram aumento exponencial com o aumento da precipitação pluvial anual, sendo esse mais pronunciado na condição de preparo convencional (PC do que nos outros cenários estudados (CER e PD. O aumento observado pode ser explicado pela não-linearidade do modelo MUSLE ao volume de precipitação e ao volume de escoamento.The objective of this study was to evaluate the effect of the rainfall variability on the runoff and sediment amount in the Pipiripau river basin (A = 235 km², in the Distrito Federal, Brazil. To represent the climatic variability of the historic precipitation series, 5 years were selected: the moistest, the driest, an average, and 2 years representing the standard deviations from the series (half-wet and half-dry. After the calibration of the model with basin rainfall and

  6. Análise da Influência do Uso e Ocupação do Solo na Qualidade da Água de Duas Sub-Bacias Hidrográficas do Município de Caxias do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Cornelli

    2016-04-01

    Full Text Available O uso e ocupação do solo podem influenciar diretamente na qualidade e na disponibilidade dos recursos hídricos, seja pela urbanização acelerada, pela supressão da vegetação ou uso agrícola. Os impactos podem variar em função do uso, aporte de carga orgânica, nutrientes, contaminantes metálicos e o arraste de sedimentos comprometendo a qualidade e o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos. Este trabalho objetivou avaliar a influência do uso e ocupação dos solos sobre a qualidade da água das bacias hidrográficas dos Rios Piaí e Tega, em Caxias do Sul-RS. Avaliou-se para tal os Índices de Qualidade da Água (IQA e de Toxicidade (IT em 5 pontos do Rio Piaí (P1 a P5 e em 12 do Rio Tega (T1 a T12. Foram realizadas 12 campanhas entre setembro/2012 a julho/2014. Para o desenvolvimento dos mapas de uso e ocupação dos solos, foram utilizadas imagens de satélite LANDSAT 8 aliadas à classificação supervisionada com o algoritmo Máxima Verossimilhança Gaussiana e digitalização em tela em pontos de conflito. Para a classificação dos mapas foram definidas 7 classes de uso, sendo: mata nativa, campo, silvicultura, agricultura, solo exposto, área urbana e lâmina d’água. Concluiu-se que a baixa qualidade da água de pontos como P3 e P4 do Rio Piaí e dos pontos T1 a T9 do Rio Tega é reflexo do uso e ocupação do solo, lançamento de efluentes de fontes pontuais (residências e indústrias sem estação de tratamento de efluentes ou cujo tratamento não é suficiente para atender os padrões de lançamento previstos pela legislação.

  7. Calculating the LS factor of Universal Soil Loss Equation (USLE for the watershed of River Silver, Castelo-ES = Cálculo do fator LS da Equação Universal de Perdas de Solos (EUPS para a bacia do Rio da Prata, Castelo-ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Melo Coutinho

    2014-01-01

    Full Text Available Erosion is considered the main cause of depletion of agricultural land, which generates approximate annual losses of billions of dollars in Brazil. Water erosion is the most common, caused by effective precipitation basin, since its potential is the main agent of reshaping the land. Universal Equation Soil Loss (USLE show great applicability to estimate erosion in watersheds from their physical and geographical elements (PS = R*K*L*S*C*P. The intensity of erosion can be influenced by the profile of the slope, measured by the length (L and grade of slope (S. The topographic factor (LS of the USLE is the most difficult to obtain for large and/or diverse relief areas. We calculated the spatial map of the LS factor Silver watershed (Castelo-ES from the processing of cartographic data in environment Geographic Information Systems (GIS. The relief of the study area was represented by interpolation from contour lines supported mapped hydrography, give the digital elevation model hydrologically consistent (MDEHC and declivity map. For generation of the LS factor was used to equation developed by Bertoni and Lombardi Neto (2005, suitable for slopes of different length and declivity. The Silver watershed has diversified relief, marked by flat and steep declivity areas, which indicates erosive vulnerability. The main values of LS were identified minimum (0, medium (8.2 and maximum (80.5. = A erosão é apontada como a principal causa do depauperamento de terras agrícolas, o que gera prejuízos anuais aproximados da ordem de bilhões de dólares no Brasil. A erosão hídrica é a mais comum, ocasionada pela precipitação efetiva em bacias, que devido ao seu potencial erosivo é o principal agente de remodelagem do terreno. A Equação Universal de Perdas de Solos (EUPS mostra-se de grande aplicabilidade para estimar a erosão de bacias hidrográficas a partir de seus elementos físicos e geográficos (PS = R*K*L*S*C*P. A intensidade da erosão pode sofrer

  8. USO DO SOLO E DEGRADAÇÃO AMBIENTAL: estudo de caso da bacia do Mata Fome em Belém, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Jonatas Damasceno da Silva

    2016-12-01

    There are several problems present in the spaces of brazilian cities, especially in large urban areas. One such problem is the degradation of the environment due to unplanned interventions in these spaces. In this sense, this work aims to analyze the relationship between the production of urban space that assigns different uses to soil and environmental degradation in the Mata Fome Watershed in Belém, Pará. In addition, we carried out a mapping of the use of soil of the study area where the satellite image Ikonos 2006. The results of this study indicated that the production of urban space in Mata Fome Watershed and various land uses, caused environmental degradation was used to trigger the destruction of vegetation, water pollution and soil changes in the topography of the land, floods, health risks and other damage. Keywords: Environment; Urbanization; Hydrographic watershed; Pollution. USO DEL SUELO Y DEGRADACIÓN AMBIENTAL: estudio del caso de la cuenca del Mata Fome en Belém, Pará RESUMEN Hay varios problemas presentes en los espacios de las ciudades brasileñas, especialmente en las grandes áreas urbanas. Uno de estos problemas es la degradación del medio ambiente debido a las intervenciones no planificadas en estos espacios. En este sentido, este trabajo tiene como objetivo analizar la relación entre la producción del espacio urbano, que asigna a los diferentes usos del suelo y la degradación del medio ambiente en la Cuenca del Mata Fome en Belém, Pará. Además, se realizó un mapeo del uso del suelo de la zona de estudio, donde la imagen de satélite Ikonos 2006. Los resultados de este estudio indicaron que la producción del espacio urbano en la Cuenca del Mata Fome y diversos usos de la tierra causado la degradación ambiental se utilizó para desencadenar la destrucción de la vegetación, la contaminación del agua y los cambios de suelo en la topografía del terreno, inundaciones, riesgos para la salud, y otros daños. Palabras clave: Medio

  9. Determinação de perdas de solo na bacia hidrográfica do córrego Ipiranga em Cidade Gaúcha, Estado do Paraná, com aplicação da Equação Universal de Perdas de Solo (EUPS = Estimates of soil losses in the Ipiranga river basin in Cidade Gaúcha, State of Paraná, with application of the Universal Soil Loss Equation (USLE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo Bueno do Prado

    2005-01-01

    Full Text Available Objetivando a predição das perdas de solo por erosão laminar na bacia do córrego Ipiranga no Município de Cidade Gaúcha, Estado do Paraná, foi empregada a Equação Universal de Perdas de Solo (EUPS com o auxílio de técnicas de geoprocessamento. O ambiente SIG permitiu a completa integração entre os dados, a obtenção dos parâmetros da EUPS e o cálculo das perdas de solo anuais e sazonais, considerando-se os diferentes tipos de solos e de usos e ocupação na área. Os resultadosobtidos associam as maiores perdas de solo às áreas cultivadas com cana-de-açúcar e mandioca (>20 ton.ha-1.no-1. A primavera é o período mais crítico para a erosão laminar enquanto que no outono são verificadas as taxas mais baixas de perdas de solo.The prediction of soil loss via laminar erosion at Ipiranga river basin, situated in Cidade Gaúcha county, State of Paraná, was carried out by applying both the Universal soil Loss Equation (USLE and the Geographic Information System (GIS. The GIS environment provided acomplete integration of the data, as well as helped the authors of this paper to obtain the USLE parameters and the calculus of the annual and seasonal soil losses, considering the different types of soil, their usage and the area cover-management. The results obtainedindicated a high soil loss in areas where sugar cane and manioc (>20 t.ha-1.no-1 are cultivated. Spring is the most critical period for laminar erosion, while autumn is the period which shows the smallest number of soil losses.

  10. Potencial de erosão da bacia do Rio Uberaba Potential of erosion in Uberaba River watershed

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato F. do Valle Júnior

    2010-10-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo identificar qualitativamente as áreas suscetíveis à erosão laminar na bacia do Rio Uberaba, localizada em Uberaba -MG, apoiado no modelo matemático da Equação Universal de Perda de Solo (EUPS. Foram utilizadas cartas de: solos, uso e ocupação das terras, redes de drenagem, declividade e dados pluviográficos, utilizando-se de um Sistema de Informação Geográfica (SIG -IDRISI. A espacialização do potencial de erosão só foi possível a partir da estimativa da tolerância às perdas laminares para cada tipo de solo da bacia, e da profundidade dos solos, por entender que as perdas são mais significativas em solos mais rasos do que em solos muito profundos. Na análise dos resultados, verificou-se que 37% da área total da bacia do Rio Uberaba (905,24 km² sofrem perdas de solos acima do limite de tolerância, sendo 12% em solos profundos e 25% em muito profundos, e a espacialização deste evento favorece a adoção de ações efetivas quanto à conservação dos solos da bacia.This work aimed to identify qualitatively the areas susceptive to laminar erosion in Uberaba river watershed, located in Uberaba-MG, Brazil, based on the mathematical model of the Universal Soil Loss Equation (USLE. The following maps had been used: soil, land use, drainage net, slope and rainfall data, using a Geographic Information System (GIS - IDRISI to analyze and manage the data that are linked to the location. The spatiality of the potential of erosion was possible from the estimative of the tolerance to laminar losses for each kind of soil in the watershed and soil depth, to understand that the losses are more significant in flatter soil than in very deep ones. In the analysis of the results, it was verified that 37% of the total area of the watershed of the Uberaba river (905,24 km² showed losses above the tolerance limit, being 12% in deep soil and 25% in very deeply ones, and the spatiality of this event, regards to

  11. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE SANITÁRIA DA ÁGUA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ALMADA – BA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Barreto Franco

    2015-07-01

    Full Text Available A qualidade das águas superficiais pode refletir deficiências no saneamento básico de sua bacia de drenagem, bem como impactos resultantes da dinâmica de ocupação do solo e das atividades econômicas ali desenvolvidas. O objetivo desse trabalho foi avaliar a qualidade sanitária da água superficial na bacia hidrográfica do rio Almada, relacionando os resultados ao uso e ocupação do solo. Para tal, foram quantificados os parâmetros coliformes totais e Escherichia coli em amostras de água coletadas em doze pontos de amostragem da bacia, durante cinco campanhas realizadas em 2009 e 2010. Grande parte dos pontos apresentou resultados fora dos padrões estabelecidos pela Resolução CONAMA 357/05, referente a classe 2 para água doce, destacando-se os resultados obtidos nos trechos à jusante de centros urbanos. Os resultados demonstram a necessidade da melhoria da infraestrutura de saneamento e de um planejamento agroambiental nos municípios da bacia.

  12. Índice de qualidade do solo associado à recarga de água subterrânea (IQS RA na Bacia Hidrográfica do Alto Rio Grande, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Cristina Alvarenga

    2012-11-01

    Full Text Available A proposição de índices de qualidade do solo tem crescido de forma considerável nos últimos anos para análises de sustentabilidade ambiental e da produção agrícola. No entanto, não há, nas condições brasileiras, o desenvolvimento de qualquer indicador de qualidade do solo vinculado à recarga de água subterrânea. O objetivo deste estudo foi gerar um índice de qualidade do solo, relacionado à recarga de água subterrânea (IQS RA, válido para as condições da Bacia Hidrográfica do Alto Rio Grande e proceder a seu mapeamento por meio de técnicas geoestatísticas. O IQS RA proposto é uma combinação linear de três indicadores relacionados à infiltração de água no solo: densidade do solo, condutividade hidráulica saturada e macroporosidade. Para sua validação, foi considerada a participação do deflúvio base (ou subterrâneo no deflúvio total para quatro sub-bacias da Bacia Hidrográfica do Alto Rio Grande, analisando o comportamento desses indicadores hidrológicos tendo-se como referência a distribuição espacial do IQS RA. O índice gerado mostrou-se uma ferramenta importante para avaliação do potencial do solo para recarga de água subterrânea, uma vez que ele reflete a influência dos usos da terra no comportamento do deflúvio base e, consequentemente, na dinâmica da produção de água pelas sub-bacias.

  13. CARACTERIZAÇÃO FÍSICA E SOCIOECONÔMICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO GONGOGI, BAHIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amom Chrystian de Oliveira Teixeira

    2012-10-01

    Full Text Available Este trabalho caracterizou os aspectos ambientais, sociais, econômicos e a dinâmica de uso da terra da Bacia Hidrográfica do Rio Gongogi na Bahia, visando contribuir para o planejamento e gestão dos seus recursos naturais. Para isto, foram obtidos dados digitais dos mapas de solos, geomorfologia, geologia e climatologia da área de estudo junto a Superintendência de Estudos Sociais e Econômicos da Bahia (SEI. Para a caracterização socioeconômica e do uso da terra foram realizados levantamentos de dados secundários junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE e a SEI, referentes à estrutura fundiária (1998, produção de cacau dos municípios (1990-2010, uso da terra (1996-2006, efetivo bovino (1975-2010 e população (1970-2010. Foi possível verificar que o uso da terra predominante na bacia são as pastagens, mesmo nos municípios onde a economia se encontra baseada na atividade cacaueira. A Bacia Hidrográfica do Rio Gongogi apresenta uma concentração de terras ocasionada por um processo histórico de uso e ocupação do solo, causado tanto pela pecuária extensiva como pelo monocultivo do cacau. O município de Dário Meira se destaca na produção de cacau, enquanto que Ibicuí possui o maior efetivo bovino. Os usos da terra se correlacionam diretamente com as condições climáticas da bacia, pois, as áreas de cultivo cacaueiro ocorrem em clima mais úmido, enquanto as pastagens nas áreas de clima mais seco.

  14. Mapeamento da Fragilidade Ambiental na Bacia do Rio Aldeia Velha, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivana Cola Valle

    Full Text Available RESUMO Este trabalho apresenta um modelo para determinar a fragilidade ambiental em bacias hidrográficas. O estudo foi realizado na Bacia do Rio Aldeia Velha, RJ, localizada na zona de contato e transição entre a baixada litorânea e o relevo montanhoso da Serra do Mar. Fatores que influenciam a ocorrência de processos erosivos foram integrados por algoritmos em um SIG para construção de classes de fragilidade. A análise multicriterial considerou o modelo numérico de terreno, dados oficiais sobre variáveis ambientais, imagem orbital de alta resolução e a opinião de especialistas. Através de informações secundárias sobre pedologia, intensidade das chuvas e declividade do terreno gerou-se o Mapa de Fragilidade Potencial (MFP. Através da combinação desse mapa com informações sobre uso e cobertura da terra obteve-se o Mapa da Fragilidade Emergente (MFE. Os resultados mostram que mais de 70% da área da bacia possui fragilidade ambiental considerada alta ou muito alta, tanto potencial como emergente. Os Processos Erosivos Aparentes (PEA relacionaram-se positivamente com as áreas de alta fragilidade nos produtos cartográficos finais, destacando regiões mais propensas à intensificação de movimentos de massa e prioritárias para prevenção contra perda de solo. Os modelos geraram informações importantes para o planejamento territorial, possibilitando um zoneamento acessível e de fácil atualização para as prefeituras municipais e organizações da sociedade civil, inclusive para o monitoramento das áreas de alta fragilidade ambiental.

  15. ANÁLISE DA PAISAGEM DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ALMADA (BA COM BASE NA FRAGMENTAÇÃO DA VEGETAÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eugênia Bruck de Moraes

    2012-04-01

    Full Text Available O estudo da fragmentação da paisagem em uma bacia é de extrema importância por avaliar o status de conservação da vegetação, um recurso essencial para a manutenção da qualidade da água. O presente trabalho apresenta uma análise da fragmentação da paisagem na Bacia Hidrográfica do Rio Almada, localizada no sul da Bahia, abrangendo 9 municípios parcialmente abastecidos pela água desta bacia. Foi realizado o mapeamento dos fragmentos florestais que apresentaram área mínima de 3ha, com base na interpretação da Carta de Uso e Cobertura do Solo elaborada através da classificação supervisionada de imagens Landsat. Para a análise dos fragmentos foram adotadas 5 métricas da paisagem: tamanho, formato, efeito de borda, isolamento e conectividade. Os resultados obtidos demonstram que a BHRA ainda abriga fragmentos bastante representativos, visto que dos 58 fragmentos identificados, 8 têm área acima de 300ha, 20 entre 100 e 300ha, 21 entre 30 e 100ha e 9 entre 3 e 30ha. Com relação ao formato dos fragmentos, constatou-se que apenas 10% dos mesmos apresentam forma circular, indicando que os 90% restantes encontram-se susceptíveis ao efeito de borda, sendo que os mais alongados estão localizados no interior da bacia, provavelmente em função do avanço da pecuária extensiva nessa direção. E quanto ao isolamento dos fragmentos, a análise da conectividade com borda expandida, através de simulações, permitiu identificar que a partir da distância de 200m, 31 dos fragmentos poderiam ser conectados. Assim, pôde-se concluir que o somatório destes fragmentos, caso fossem devidamente conectados, representaria uma área de significativo valor para a conservação de espécies típicas da mata atlântica e, consequentemente, para a manutenção da qualidade da água desta bacia.

  16. Morfologia e aspectos hidrológicos da bacia hidrográfica do rio Preto, divisa dos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelci Olszevski

    2011-06-01

    Full Text Available Neste trabalho, determinaram-se as características morfométricas do relevo e da rede de drenagem da Bacia Hidrográfica do Rio Preto, com a finalidade de prever do comportamento hidrológico da área. A partir da delimitação da área da bacia, da digitalização das curvas de nível e do sistema de drenagem, foram obtidas características geométricas do relevo e da hidrografia da BHRP e das suas seis sub-bacias. Concluiu-se que a área apresentava forma alongada e estreita, aliada a uma alta densidade de drenagem, evidenciando menor possibilidade de ocorrência de cheias. Porém, foram observadas enchentes justificadas pelos solos rasos, pelos intensos processos de desmatamento e uso da terra e pelo relevo acidentado, sendo 73,1% da área caracterizada como de relevo forte-ondulado a montanhoso. Quanto às sub-bacias, verificou-se que em todas essas unidades menos de 28% da área era compreendida de relevo plano, facilitando a erosão hídrica.

  17. Impacto da irrigação sobre os solos de perímetros irrigados na Bacia do Acaraú, Ceará, Brasil Irrigation impacts in the soils at irrigated district in Acarau Watershed, Ceará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José F. B. Lopes

    2008-03-01

    Full Text Available Para avaliar o risco de salinidade e de sodicidade do solo pelo manejo da irrigação, desenvolveu-se estudo comparativo entre os valores de CEes e RAS de área irrigada com os da mata nativa. A investigação ocorreu nos Distritos Irrigados Baixo Acaraú (DIBAU e Araras Norte (DIPAN, localizados na Bacia do Acaraú. As amostras de solo foram coletadas bimestralmente, de maio/2003 a set./2005, nas camadas de 0-0,30 m; 0,30-0,60 m; 0,60-0,90 m e 0,90-1,20 m, sendo as análises efetuadas no Laboratório de Solo e Água da Embrapa Agroindústria Tropical. Para identificar se os incrementos dos parâmetros estudados eram estatisticamente significativos, aplicou-se o teste de Wilcoxon. Os incrementos de CEes foram maiores no DIPAN, com média de 250%, enquanto no DIBAU, a média atingiu 50%. Em 2004, as precipitações pluviométricas levaram a área irrigada do DIBAU à condição de mata nativa, não ocorrendo o mesmo no DIPAN. Para a RAS, os incrementos médios situaram-se em torno de 200% (DIBAU e não houve incremento no DIPAN. Portanto, os solos do DIBAU apresentaram maior predisposição à sodicidade, e os do DIPAN, maior risco de salinização. Apesar dos incrementos, os valores da CEes e RAS apresentaram-se inferiores ao limite de classificação de solos salinos e sódicos, respectivamente. No DIBAU, a chuva teve maior influência no processo de lixiviação devido à predominância da textura arenosa dos solos.To identify the soil salinity and sodium risk, due to irrigation management, was carried out a comparative study of the Electric Conductivity (EC and Sodium Adsorption Ration (SAR values, between an irrigated area and an undisturbed land (MN. The investigation occurred at two Irrigated Districts: Baixo Acaraú (DIBAU and Araras Norte (DIPAN sited in Acaraú watershed, Ceará, Brazil. Soils samples were collected, in 0-30 m; 30-60 m; 60-90 m and 90-120 cm layers, in bimestrial period, from May/2003 to September/2005. Analyses were

  18. ZONEAMENTO AGROECOLÓGICO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIOCOLÔNIA-BAHIA.

    OpenAIRE

    Souza, Cristiano Marcelo Pereira de; Silva, Keyth Fabianne Machado Cordulino da; Moreau, Ana Maria Souza dos Santos; Fontes, Ednice de Oliveira; Moreau, Mauricio Santana; Góes, Liliane Matos

    2011-01-01

    O trabalho analisa as condições socioeconômicas e a sustentabilidade ambiental no processo de uso e ocupação do solo na Bacia Hidrográfica do Rio Colônia (BHRCol), no período compreendido entre os anos 1970 e 2008, com vistas a elaboração de um zoneamento agroecológico. A caracterização da produção pecuária, principal atividade econômica instalada na região, foi organizada com dados estatísticos, a partir da década de 70, representados por produção leiteira e de gado de corte, preço dos produ...

  19. ESTIMATIVA DE PERDAS DE SOLOS EM UMA BACIA HIDROGRÁFICA SOB O CULTIVO DE FRUTÍFERAS, NO MUNICÍPIO DE VALINHOS (SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Carlos Vitte

    2006-04-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo estimar as perdas de solo em uma bacia hidrográfica sob o cultivo de frutíferas utilizando a Equação Universal de Perdas de Solo, a partir da metodologia proposta por Vitte (1997, que pressupõe o uso de indicadores morfométricos e cartográficos para o cálculo de cada índice constitutivo da USLE. Sabe-se que a erosão dos solos é um processo natural de esculturação da crosta terrestre, mas que ultimamente vem sendo intensificada com os tipos e práticas de uso das terras. Nesse sentido, o avanço dos estudos relativos à erosão dos solos torna-se cada vez mais importante para a preservação das terras agricultáveis e o uso das equações empíricas é um valioso instrumento para estes estudos.

  20. PAISAGEM E FRAGILIDADE AMBIENTAL NATURAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO SÃO LOURENÇO, ITUIUTABA/PRATA – MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giliander Allan da Silva

    2011-10-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo principal caracterizar e avaliar a fragilidade ambiental natural da Bacia Hidrográfica do Ribeirão São Lourenço, localizada nos municípios de Ituiutaba e Prata, no Triângulo Mineiro. Como aporte metodológico optou-se pelos sistemas de referências preconizados por Ross (1994 que evidencia os princípios de Unidades Ecodinâmicas, baseado no conceito de Ecodinâmica elaborado por Tricart (1977. Para obter a fragilidade ambiental natural da bacia hidrográfica, utilizaram-se como parâmetro três variáveis: declividade do relevo, os solos localizados na bacia e o uso da terra. Os mapas temáticos gerados a partir destes parâmetros, associados ao mapa de fragilidade ambiental, subsidia a gestão e o planejamento ambiental. Observou-se que, o maior grau de fragilidade corresponde aos relevos residuais, primordialmente localizados nas bordas da bacia. Em sua maioria, a bacia não apresenta altos índices de fragilidade, já que, expressiva área tem predominância de relevos suavemente ondulados, embora se possa notar o surgimento de erosões devido ao mau uso e formas de ocupação da paisagem.

  1. Efeitos de cenários de uso do solo sobre o regime hidríco e produção de sedimentos na bacia do Ribeirão Concórdia - SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mauricio Perazzoli

    2013-10-01

    Full Text Available O uso inadequado dos solos agrícolas vem causando a perda gradual da sua capacidade produtiva e a degradação dos recursos hídricos por sedimentos e poluentes. O uso do solo pode afetar os processos hidrológicos e a erosão do solo na bacia. O objetivo do trabalho foi simular diferentes cenários de uso do solo para a bacia hidrográfica do ribeirão Concórdia, utilizando o modelo SWAT, e analisar os efeitos dessas mudanças no fluxo de água e de sedimentos. Os cenários gerados foram agricultura, mata nativa e pastagem. A bacia está localizada no sul do Brasil e possui uma área de drenagem de 30,74 km². Na etapa de calibração, obteve-se coeficente de eficiência Nash-Sutcliffe mensais de 0,82 para escoamento e 0,83 para sedimento. O cenário mata nativa apresentou o maior decréscimo na vazão média, em relação ao cenário atual, cerca de 8,70%. O cenário agricultura produziu a maior taxa de produção de sedimentos, aproximadamente 3 vezes maior que o cenário atual.Observou-se que alterações no uso do solo impactam o regime e a disponibilidade hídrica da bacia.

  2. Solos da bacia de Taubaté (Vale do Paraíba: levantamento de reconhecimento. Séries monotípicas, suas propriedades genético-morfológicas, físicas e químicas Soils of Taubaté basin (Paraíba Valley

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. C. Verdade

    1961-01-01

    Full Text Available A Bacia tie Taubaté corresponde a um «vale de afundimento», onde ocorreram sedimentações no período Terciário, estando atualmente moldada pelo rio Paraíba e seus tributários. A planície aluvial é extensa e de grande importância econômica para o Estado de São Paulo. No presente trabalho é apresentado o levantamento de reconhecimento dos solos da Bacia de Taubaté, cujas finalidades foram determinar as características fisicas e químicas das terras e sua extensão aproximada, visando fornecer dados para o planejamento geral de irrigação e drenagem, ao mesmo tempo que eram identificados os tipos de solos (séries monotipicas para o levantamento detalhado que se processa a partir do município de Pindamonhangaba. As categorias dos solos foram estabelecidas até séries monotípicas, mas a delimitação no campo, em mapas na escala de 1:100 0(0. foi feita nas unidades chamadas associação de séries. Procurou-se grupar na mesma associação solos que, pertencendo ao mesmo grande grupo e formação geológica, tivessem no perfil igual distribuição de classes texturais. Alguns solos, devido à sua pequena extensão ou da ocorrência íntima com outros de associações diferentes, fugiram à regra preliminarmente exposta. O levantamento abrange uma área de 222 980 hectares, incluindo a planície aluvial, as sedimentações terciárias e pequena faixa pré-cambriana que orla a Bacia. Foram estudados 151 perfis, caracterizando 48 séries monotípicas, grupadas em 18 associações de séries. A associação de séries A é constituída de solos pertencentes a sub-ordem Latossolo, formados em sedimentos do Terciário com textura argilosa em todos os horizontes. Os perfis dêstes solos apresentam um horizonte A3 normalmente adensado e um B friável. Compreendem as séries monotipicas: Borda, Cajuru, Feital, Gleba, Guatemala, Pinda, Pinhão, Polêmica, Ponte Alta, Rapadura e Ronco.The Taubaté Basin represents a > where sediments were

  3. Caracterização da condutividade hidráulica dos solos e estudo da vulnerabilidade à contaminação dos aquíferos da sub-bacia do Córrego Palmital Viçosa/MG

    OpenAIRE

    Betim, Luiza Silva

    2013-01-01

    A crescente importância e utilização das águas subterrâneas torna fundamental a avaliação da vulnerabilidade à contaminação de aquíferos, a qual pode constituir uma ótima ferramenta de planejamento ambiental. Tal avaliação exige uma caracterização do meio físico, especialmente relacionada às propriedades físicas dos solos e aquíferos, dentre as quais destaca-se a condutividade hidráulica. Nesse contexto, a presente pesquisa tem como objetivos o estudo da condutividade hidráulica dos solos e a...

  4. Modelagem de atributos físico-hídricos do solo numa bacia hidrográfica da região do Alto Rio Grande, MG Physical-hydric soil attribute modeling in a watershed in the region of alto Rio Grande, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Rogério de Mello

    2007-10-01

    Full Text Available O presente trabalho objetivou desenvolver modelos para estimativa dos atributos físico-hídricos do solo porosidade drenável (PD e capacidade total de retenção de água (CTA, com base em atributos físicos de fácil e rápida obtenção (textura, argila dispersa em água, volume total de poros, densidade do solo e densidade de partícula e a determinação de matéria orgânica. Os atributos foram coletados na bacia hidrográfica do Ribeirão Marcela, na camada de 0 a 15 cm, obedecendo aos grids de 240 x 240 e 60 x 60 m, totalizando 165 pontos amostrados. Trabalhou-se com regressão múltipla linear, constituindo-se variáveis por meio da combinação dos diferentes atributos entre si e estimando os respectivos coeficientes pelo método dos mínimos quadrados, utilizando-se o programa SAS for Windows. Os modelos gerados para CTA e PD apresentaram boa qualidade estatística, com elevados coeficientes de determinação, baixos erros de estimativa e variáveis significativas, o que permitiu sua aplicação na estimativa desses atributos na bacia hidrográfica do Ribeirão Marcela, representativa do domínio dos Latossolos na região do Alto Rio Grande, fornecendo assim subsídios para implantação de projetos agrícolas e ambientais, especialmente no auxílio à parametrização de modelos de simulação hidrossedimentológica, os quais estão em desenvolvimento para aplicação na região.This study aimed to develop models to estimate the two physical-hydric soil attributes, drainable porosity (PD and water holding capacity (CTA, based on easily and quickly measured physical attributes (particle-size distribution, water dispersible clay, total porosity, bulk density and particle density. Disturbed and undisturbed soil samples were collected in the Ribeirão Marcela watershed, from the of 0-15 cm layer, in grids of 240 x 240 and 60 x 60 m, totaling 165 sample points. Linear multiple regression was applied, using variables that combined the

  5. ANÁLISE DA SENSITIVIDADE DA PAISAGEM NA BACIA DO RIACHO DO SACO – PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jonas Otaviano Praca de Souza

    2015-10-01

    Full Text Available A compreensão sobre a evolução da paisagem, com foco geomorfológico, em especial a evolução de curto e médio prazo, depende do entendimento de como a paisagem se comportaria caso houvessem mudanças nos inputs do sistema e/ou mudança nas resistências do sistema. Para tal, é necessário identificar quais as áreas onde há uma maior probabilidade de mudança caso aja às alterações ambientais, nas forças de perturbação ou de resistência do sistema, dentro desta perspectiva enquadrasse a ideia da sensitividade da paisagem a qual é definida como a probabilidade de uma mudança nos controles do sistema ou nas forças aplicadas sobre ele, produzir respostas sensíveis, reconhecíveis, sustentáveis, contudo complexas. A análise da sensitividade da paisagem foi realizada para a bacia do riacho do Saco, sertão central de Pernambuco, tendo como cidade principal Serra Talhada, apresentando uma área de 142,5 km². A bacia apresenta uma variação altimétrica entre 409 e 1118 metros, essa amplitude gera uma variação paisagística de modo que a bacia apresenta paisagens sub-úmidas agrícolas na área superior, e paisagens semiáridas de pecuária na área inferior. A análise utilizou dados de MDE, imagens de satélite, climáticos e hidrológicos, além de informações obtidas em campo. De forma geral, relacionou-se a força de distúrbio disponível para cada ponto com a resistência a mudanças daquele ponto, dessa forma a energia de distúrbio foi avaliada a partir da relação de acumulação de água (massa com a declividade do trecho (velocidade, e a resistência a partir das características da cobertura superficial (leito e margem fluvial e solos das encostas e da cobertura vegetal. A sensitividade dos trechos fluviais foi separada em alta, média e baixa sensitividade, devido ao uso de uma metodologia que possibilitou a gradação; enquanto que para as áreas de encosta foram identificados apenas as áreas de alta

  6. Qualidade da água de nascentes com diferentes usos do solo na bacia hidrográfica do córrego rico, São Paulo, Brasil Water quality of springs with different land uses in córrego rico watershed, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicole M. M. Donadio

    2005-04-01

    Full Text Available Com o objetivo de verificar a influência de remanescentes de vegetação ciliar e da ação antrópica na qualidade da água, estudaram-se quatro nascentes, sendo duas com a presença de vegetação natural remanescente e duas com predominância de atividades agrícolas. Essas nascentes fazem parte da bacia hidrográfica do Córrego Rico, estando localizadas nos municípios de Taquaritinga e de Guariba - SP, em duas classes de solo: Argissolo e Latossolo, respectivamente. Definiram-se pontos de coleta da água nas nascentes e ao longo dos cursos d'água (entre 0 a 50 m da nascente, em dois períodos (chuvoso e seco. Foram analisadas as seguintes variáveis: cor, pH, temperatura, turbidez, alcalinidade, dureza total, dureza em magnésio, dureza em cálcio, fósforo, nitrogênio e demanda bioquímica de oxigênio. De maneira geral, ocorreu agrupamento por nascentes e também por períodos, confirmando que os períodos de amostragem, assim como as características e diferentes usos do solo influenciam na qualidade da água das microbacias. As variáveis cor, turbidez, alcalinidade e nitrogênio total foram as que apresentaram maior importância relativa nas variáveis canônicas.With the objective of verify the remainders influence of ciliary vegetation and of the human action on the water quality, four springs were studied, with two springs on presence of remaining natural vegetation and two springs with agricultural activities predominance. These springs are part of Córrego Rico watershed, being located in the municipal districts of Taquaritinga and Guariba, São Paulo State, Brazil, in two classes of soil: argisoil and latosoil, respectively. Points of collection of water were defined on the spring and along the water flow (among 0 to 50 m of the spring, in two periods (rainy and dry. The following variables were analyzed: color, pH, temperature, turbidity, alkalinity, total hardness, magnesium hardness, calcium hardness, phosphorus, nitrogen

  7. Planejamento ambiental da bacia hidrográfica do Córrego da Olga, UGRH Pontal do Paranapanema – São Paulo / Environmental planning of Olga Stream hydrographic basin, UGRHI Pontal do Paranapanema - Sao Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Prado Silva

    2016-12-01

    Full Text Available O Córrego da Olga é afluente da margem direita do rio Santo Anastácio, localizado no município de Presidente Prudente, na Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos Pontal do Paranapanema - Estado de São Paulo. Esta pesquisa, teve como objetivo levantar as condições ambientais na bacia hidrográfica do Córrego da Olga e assim contribuir para o planejamento ambiental destinado à sua recuperação, conservação e preservação. Para tal foram realizados levantamentos bibliográficos e levantamento das características da bacia hidrográfica, análise da água do córrego da Olga e valendo-se de técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento, foram gerados mapas de uso e ocupação do solo e vulnerabilidade ambiental, com vistas a realizar uma investigação mais profunda sobre as condições ambientais da bacia, bem como inferir sobre possíveis fatores de degradação da bacia hidrográfica.

  8. Resistência mecânica do solo à penetração na bacia hidrográfica do Riacho Fundo, Felixlândia-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Vilela Carvalho

    2012-12-01

    Full Text Available A compactação do solo devido ao tráfego de máquinas utilizadas no setor florestal causa modificações estruturais deste, podendo assim interferir na densidade do solo, velocidade e capacidade de infiltração de água e no desenvolvimento radicular das culturas. Objetivou-se, neste trabalho avaliar a resistência mecânica do solo à penetração na Bacia Hidrográfica do Riacho Fundo, Felixlândia-MG em área de uma empresa do setor florestal localizada no cerrado mineiro. Os testes de resistência à penetração foram realizados em fevereiro de 2011, em seis parcelas com plantios de eucalipto localizadas nos talhões 35, 36, 39, 40, 42 e 44, utilizando-se um penetrômetro de impacto. Os talhões apresentaram valores médios da resistência mecânica do solo acima de 4 MPa e esses altos valores podem estar associados ao uso do solo que antes dos plantios de eucalipto era pastagem e também devido a condição de baixo teor de umidade do solo no período em que foi realizada a determinação da resistência mecânica do solo.

  9. ANÁLISE DE ASPECTOS FÍSICOS DA BACIA DO CÓRREGO BONSUCESSO, LOCALIZADA EM JATAÍ (GO, BRASIL, APOIADO EM GEOTECNOLOGIAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wellmo dos Santos Alves

    2017-08-01

    Full Text Available Diversas atividades são desenvolvidas na bacia do córrego Bonsucesso, sendo as principais: agricultura, pecuária e empreendimentos turísticos. Essas atividades são importantes para o desenvolvimento do Sudoeste de Goiás. Sabendo-se que a análise de aspectos físicos é essencial para a adequada gestão de bacias hidrográficas, objetivou-se analisar o uso da terra, a cobertura vegetal e a morfometria da bacia do córrego Bonsucesso, localizado no município de Jataí (GO, apoiado em geotecnologias. A bacia hidrográfica, com 152 km², apresenta predominância de agricultura, seguida de cerrado, pastagem, rodovia pavimentada, lago Bonsucesso, área construída, área urbanizada, solo exposto e areia. Os resultados obtidos para a geometria inferem que a bacia é alongada, proporcionando baixa tendência à enchente. Considerado canal tortuoso, a baixa porcentagem da declividade do canal principal não propicia grande velocidade de escoamento das águas. O relevo da bacia hidrográfica varia de plano a escarpado, com predominância de área com relevo ondulado, suave-ondulado e forte ondulado, sendo favorável às atividades agrícolas, desde que associadas a práticas específicas de conservação do solo e respeitada a legislação ambiental vigente. Os valores apresentados para a densidade de drenagem, coeficiente de manutenção e extensão do percurso superficial indicam presença de solos mais permeáveis. Estes resultados subsidiam o planejamento e a gestão ambiental desse recurso hídrico, melhorando a qualidade ambiental e de vida, além de servir de base para futuros estudos.

  10. Soil loss risk and habitat quality in streams of a meso-scale river basin Risco de perda de solo e qualidade do habitat numa bacia hidrográfica de meso-escala

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Marco da Silva

    2007-08-01

    Full Text Available Soil loss expectation and possible relationships among soil erosion, riparian vegetation and water quality were studied in the São José dos Dourados River basin, State of São Paulo, Brazil. Through Geographic Information System (GIS resources and technology, Soil Loss Expectation (SLE data obtained using the Universal Soil Loss Equation (USLE model were analyzed. For the whole catchment area and for the 30 m buffer strips of the streams of 22 randomly selected catchments, the predominant land use and habitat quality were studied. Owing mainly to the high soil erodibility, the river basin is highly susceptible to erosive processes. Habitat quality analyses revealed that the superficial water from the catchments is not chemically impacted but suffers physical damage. A high chemical purity is observed since there are no urban areas along the catchments. The water is physically poor because of high rates of sediment delivery and the almost nonexistence of riparian vegetation.Expectativa de perda de solo e possíveis relações entre erosão, vegetação ripária e qualidade da água foram estudados na bacia do rio São José dos Dourados (SP. Através de recursos de geoprocessamento e da Equação Universal de Perda de Solos, os dados sobre expectativa de perda de solo foram levantados. Para a área de drenagem total e a faixa tampão dos corpos d'água de 22 sub-bacias aleatoriamente selecionadas, analisou-se a cobertura do solo predominante e qualidade do habitat. Devido principalmente à alta erodibilidade do solo, a área estudada é altamente suscetível ao processo erosivo. As análises de qualidade da água revelaram que as águas superficiais das sub-bacias estão quimicamente não impactadas, mas fisicamente degradadas. A alta pureza química deve-se, possivelmente, à ausência de áreas urbanizadas ao longo das sub-bacias e as alterações nas características físicas são, possivelmente, decorrentes das altas taxas de transfer

  11. Modelagem da Lagoa da Pampulha: uma ferramenta para avaliar o impacto da bacia hidrográfica na dinâmica do fitoplâncton

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Fernanda das Graças Silva

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO No processo de urbanização, o aumento na proporção de superfícies impermeabilizadas e as mudanças no uso do solo são responsáveis por maiores volumes e velocidades do escoamento superficial, refletindo em uma maior capacidade de arraste e em um maior aporte de nutrientes nos corpos d'água receptores. O objetivo deste trabalho foi implementar uma ferramenta matemática capaz de reproduzir o impacto de mudanças na bacia hidrográfica sobre a dinâmica do fitoplâncton em um lago urbano. Neste artigo são apresentados o desenvolvimento e os resultados de um modelo integrado constituído de um modelo hidrológico, para simular vazões escoadas em uma bacia hidrográfica, e de um modelo hidrodinâmico e ecológico, para simular a biomassa fitoplanctônica em um corpo d'água urbano. A Lagoa da Pampulha (Belo Horizonte, Minas Gerais, escolhida como estudo de caso, foi intensamente monitorada, assim como sua bacia de drenagem, entre outubro de 2011 e junho de 2013. Os dados obtidos foram utilizados para calibrar e validar ambos os modelos. Os resultados obtidos com o modelo hidrológico mostraram-se coerentes com as medidas realizadas em campo (o coeficiente de Nash variou entre 0,70 e 0,88. O modelo da lagoa representou corretamente a evolução da comunidade fitoplanctônica (erro médio absoluto normalizado: 0,25-0,42 e o coeficiente de Pearson: 0,82-0,89; p<0,0001. O monitoramento e a modelagem da lagoa mostraram que a proliferação de cianobactérias é bastante perturbada pelas desestratificações térmicas que ocorrem na lagoa em virtude de eventos meteorológicos. A ferramenta de simulação desenvolvida possui potencial para avaliar diferentes cenários de mudança das condições climáticas e das características da bacia, podendo auxiliar na gestão dos corpos d'água situados em meio urbano.

  12. Aplicação dos modelos PESERA e MEDALUS para avaliação dos riscos de erosão do solo e de desertificação da bacia hidrográfica do Vale do Gaio Use of PESERA and MEDALUS models to assess soil erosion risks and land desertification in Vale do Gaio watershed

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. C. Gonçalves

    2010-01-01

    Full Text Available Neste trabalho testaram-se duas metodo­logias de avaliação dos riscos de erosão do solo e de desertificação na bacia hidrográfi­ca de Vale do Gaio (513 km², localizada no Alentejo. Os solos dominantes na bacia são os Cambissolos, Luvissolos e Regossolos. Os sistemas de Montado de Azinho e Sobro e os sistemas agrícolas de sequeiro domi­nam, por sua vez, a ocupação dos solos. O risco de erosão foi avaliado por estimativas das perdas do solo por erosão hídrica, atra­vés do modelo PESERA. As áreas em risco de desertificação foram determinadas com base na metodologia MEDALUS. As três classes mais representativas de perdas do solo por erosão hídrica, com base nos dados meteorológicos de 2001-2006, foram: In this study two methodologies were tested to assess soil erosion and land deserti­fication risks in Vale do Gaio watershed (513 km², located in the Alentejo region. Cambisols, Luvisols, and Regosols are the dominant soils in the watershed. Oak tree Mediterranean woodland, Agricultural crops and pastures are the major land uses. Soil erosion risks were assessed by estimating soil loss by water erosion with the PESERA model. Land area at risk of desertification was determined based on the MEDALUS methodology. Based on meteorological data from the period 2001-2006, the three most representative classes of soil loss by water erosion were: <0.5 t/ha/year in 32.1% of the area; 5-10 t/ha/year in 23.3% of the area; and 10-20 t/ha/year in 16.9% of the area. Considering the same time period, the land area at risk of desertification was classified: 1.8% as none threatened; 3.9% as potential; 68.4% as fragile; and 25.9% as critical to desertification.

  13. A bacia hidrográfica como unidade fundamental de análise da paisagem: a Bacia do Pacuí e a sua relação com a Bacia do São Francisco

    OpenAIRE

    Maria Ivete Soares de Almeida

    2015-01-01

    Este artigo procura entender a bacia hidrográfica como unidade espacial e básica na análise do ambiente, ficando implícita a adoção da visão integrada da paisagem e do meio ambiente. Neste sentido, apresenta uma breve revisão teórica sobre a evolução dos estudos sobre as bacias hidrográficas. Esta discussão se faz necessária para o entendimento de como o conceito bacia hidrográfica tem sido trabalhado na geografia. A seguir é feita uma contextualização da paisagem da Bacia do Pacuí e a sua re...

  14. Aplicação de índices para avaliação da qualidade da água da Bacia Costeira do Sapucaia em Sergipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Cecília Lima Santos

    2017-08-01

    Full Text Available RESUMO A redução da disponibilidade qualiquantitativa da água no mundo está diretamente relacionada às formas de uso e ocupação do solo, aos processos produtivos da agricultura e da pecuária, ao processo de urbanização e à geração de efluentes domésticos e industriais. Por isso, é importante a realização de diagnósticos de bacias hidrográficas, sobre o uso e a ocupação de seu solo e sobre a qualidade da água como ferramenta para a gestão hídrica. Este estudo teve como objetivo caracterizar e monitorar a qualidade da água da Bacia Costeira do Sapucaia, Sergipe. As coletas foram realizadas em oito pontos, com periodicidade trimestral, de agosto de 2014 a setembro de 2015. Na avaliação da qualidade da água foram utilizados: o Índice de Qualidade da Água (IQA e o Índice de Estado Trófico (IET. As análises das amostras foram realizadas de acordo com os procedimentos estabelecidos no Standard Methods, sendo analisados os seguintes parâmetros: coliformes totais e termotolerantes, turbidez, pH, oxigênio dissolvido, sólidos totais, fósforo total, nitrogênio total, temperatura, condutividade, demanda bioquímica de oxigênio e clorofila. Os resultados do IQA classificam os corpos d’água em aceitável (2,5%, bom (92,5% e ótimo (5,0%. Os resultados do IET classificaram as amostras como: ultraoligotrófico (67,5%, oligotrófico (20,0%, mesotrófico (2,5%, eutrófico (7,5% e supereutrófico (2,5%. Os resultados obtidos permitem afirmar que os rios Aningas, Sapucaia e a Lagoa Redonda apresentam baixo grau de degradação, com menor conservação do ponto amostral localizado no Rio Sapucaia, dentro da Reserva Santa Isabel, por ser uma área bastante visitada nos finais de semana e feriados.

  15. Nascentes da sub-bacia hidrográfica do rio Poxim, estado de Sergipe: da degradação à restauração

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robério Anastácio Ferreira

    2011-04-01

    Full Text Available Estudos ambientais em bacias hidrográficas são fundamentais para o entendimento do uso dos recursos naturais e dos problemas relacionados à ocupação do espaço. Em Sergipe, há necessidade de se obter informações para fins de planejamento e gestão futura de suas bacias hidrográficas, uma vez que gradualmente observa-se uma redução do volume produzido nos cursos d'água e da qualidade de suas águas, que são imprescindíveis para o abastecimento humano, a utilização na agricultura e na indústria. Devido ao acelerado processo de supressão da vegetação na sub-bacia hidrográfica do rio Poxim, formada pelos rios Poxim-mirim, Poxim-açu, e Pitanga e seus pequenos tributários, foi realizado um diagnóstico para se verificar o estado de conservação das suas principais nascentes, a situação quanto ao fluxo de água, as formas de uso e ocupação do solo no entorno destas e os tipos fisionômicos de vegetação remanescentes. As informações obtidas serão úteis para a realização de projetos de restauração ambiental, a promoção de melhorias no ambiente e nas comunidades rurais e resgate da diversidade da flora e fauna nestas áreas. Observou-se que as 20 principais nascentes dos rios e tributários que compõem a sub-bacia hidrográfica do rio Poxim, apresentam alterações decorrentes da acelerada antropização (90%, a maioria delas (65% com elevada degradação (sem raio mínimo de 50m de vegetação e ocupadas por agricultura (50% e pastagens (35%. Somente duas nascentes encontram-se preservadas. Quanto à composição florística, as espécies identificadas (43 podem ser utilizadas em projetos futuros para restauração das nascentes e dos cursos d'água nesta sub-bacia hidrográfica.

  16. ESTIMATIVA DA EROSÃO ATUAL DA BACIA DO RIO PARACATU (MG / GO / DF ESTIMATE OF THE CURRENT EROSION OF THE PARACATU RIVER BASIN, BRAZIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valtercides Cavalcante da Silva

    2007-09-01

    Full Text Available

    A equação universal de perda de solo (EUPS é amplamente utilizada na predição de perda de solo e na definição de práticas adequadas de manejo em vertentes individuais. Contudo, alguns fatores da equação são de difícil obtenção em bacias hidrográficas, como é o caso do fator de comprimento de vertente (fator L. Neste sentido, aplicou-se a EUPS para análise de uma bacia hidrográfica de médio porte, a bacia do Rio Paracatu. Em termos específicos, este trabalho visou o emprego da metodologia de cálculo automático do fator L, desenvolvido por Desmet & Govers (1996, com o suporte de um sistema de informações geográficas (SIG. Essa metodologia foi empregada na estimativa da erosão atual. Mapas temáticos existentes, juntamente com informações sobre solos, uso da terra, relevo e clima, foram utilizados para a obtenção de coberturas, que cruzadas no SIG, produziram mapas de erosão atual. Na estimativa da perda de solo, verificou-se que 67,2% da área total da bacia do Rio Paracatu ainda se encontram dentro da tolerância de perda de solo (inferior a 10 t.ha-1/ano. A adaptação do cálculo do fator de comprimento de vertente (L, seguindo a metodologia de Desmet & Govers (1996, que considera o fluxo acumulado, teve resultado satisfatório. A metodologia empregada mostrouse válida, uma vez que os aportes de sedimentos anuais calculados em seções onde havia dados sedimentométricos, ficaram próximos dos valores observados.

    PALAVRAS-CHAVE: Erosão; EUPS; fator L; SIG.

    The universal soil loss equation (USLE is widely used all over the world in the prediction of soil loss and in the definition of best management practices of single slopes. However, despite its potential of application, a few factors of the equation are difficult to obtain, such

  17. ESTUDO DA ALTERAÇÃO ANTRÓPICA (HEMEROBIA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MOURÃO – PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maristela Moresco Mezzomo

    2016-05-01

    Full Text Available As transformações da paisagem desenvolvidas por atividades antrópicas podem ocasionar inúmeros problemas como desequilíbrio nos ecossistemas, erosão de solos e assoreamento de rios. Uma das ferramentas para verificar a pressão das ações do ser humano na paisagem se dá por meio do conceito de hemerobia. Neste sentido, o objetivo deste artigo é apresentar a definição de graus de dependência energética e tecnológica (hemerobia da bacia hidrográfica do rio Mourão - PR, visando auxiliar o planejamento de ações para diminuir os riscos e impactos ambientais em relação ao solo e à água. Para isso, foram feitos a caracterização da área de estudo, o levantamento de dados e informações sobre o uso do solo e a classificação e quantificação dos graus de hemerobia utilizando a proposta de Kröker (2008. Os graus foram classificados como hemerobia mínima, muito baixa, baixa, média, alta, muito alta e máxima. A classificação da paisagem da bacia, conforme as unidades de paisagem definidas por Scipioni (2014, demonstra que três das quatro unidades possuem todos os graus de hemerobia. A análise quantitativa dos graus de hemerobia demonstra que 85,26% apresentam grau médio, composto por áreas utilizadas para agricultura, pecuária, solo exposto e áreas para futuras construções, e 7,81% representa o grau mínimo utilizado por Unidades de Conservação, Áreas de Preservação Permanente e fragmentos florestais. Esta classificação possibilitou identificar determinadas funções da paisagem, podendo assim, contribuir no planejamento e direcionamento de ações sobre o uso e a ocupação do solo.

  18. Instalação de uma pequena bacia experimental florestal: estudo de caso da bacia do Rio Araponga

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Almeida Mota

    Full Text Available RESUMO O presente trabalho detalha aspectos importantes a serem observados nos procedimentos de seleção e caracterização de uma bacia experimental florestal e instalação de um sistema de monitoramento hidrológico, com enfoque em fluviometria, pluviometria e tensiometria. Para tanto, utilizou-se a experiência adquirida no estudo de caso da bacia experimental do Rio Araponga (ARA, localizada no município de Rio Negrinho (SC. O levantamento dos pontos de nascentes e confluências permitiu a extração da rede de drenagem mais próxima da realidade considerando a base cartográfica disponível (escala 1:10.000. A determinação dos locais adequados dos aparelhos de monitoramento hidrológico foi possível somente com levantamento topográfico mais detalhado (escala 1:5.000.

  19. Instalação de uma pequena bacia experimental florestal: estudo de caso da bacia do Rio Araponga

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Almeida Mota

    2016-10-01

    Full Text Available RESUMO O presente trabalho detalha aspectos importantes a serem observados nos procedimentos de seleção e caracterização de uma bacia experimental florestal e instalação de um sistema de monitoramento hidrológico, com enfoque em fluviometria, pluviometria e tensiometria. Para tanto, utilizou-se a experiência adquirida no estudo de caso da bacia experimental do Rio Araponga (ARA, localizada no município de Rio Negrinho (SC. O levantamento dos pontos de nascentes e confluências permitiu a extração da rede de drenagem mais próxima da realidade considerando a base cartográfica disponível (escala 1:10.000. A determinação dos locais adequados dos aparelhos de monitoramento hidrológico foi possível somente com levantamento topográfico mais detalhado (escala 1:5.000.

  20. ESTUDO DA ALTERAÇÃO ANTRÓPICA (HEMEROBIA) DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MOURÃO – PR

    OpenAIRE

    Mezzomo, Maristela Moresco; Gasparini, Géssica Silva

    2016-01-01

    As transformações da paisagem desenvolvidas por atividades antrópicas podem ocasionar inúmeros problemas como desequilíbrio nos ecossistemas, erosão de solos e assoreamento de rios. Uma das ferramentas para verificar a pressão das ações do ser humano na paisagem se dá por meio do conceito de hemerobia. Neste sentido, o objetivo deste artigo é apresentar a definição de graus de dependência energética e tecnológica (hemerobia) da bacia hidrográfica do rio Mourão - PR, visando auxiliar o planeja...

  1. Comparação de infiltração de água no solo mensurada em período seco e úmido, em diferentes usos da terra na bacia do arroio Boa Vista, Guamiranga, Paraná / Assessment of soil water infiltration measured during dry and wet seasons on different land uses in the Boa Vista Basin Stream, Guamiranga, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vademir Antoneli

    2009-08-01

    Full Text Available ResumoNeste estudo, é comparada a capacidade de infiltração de água no solo mensurada em período seco (agosto e úmido (dezembro. Os usos da terra onde foi mensurada a infiltração foram mapeados previamente (floresta com araucária, agricultura, erva-mate, reflorestamento, pastagem, capoeira e faxinal. A mensuração da infiltração foi feita através de infiltrômetro com anel duplo, sendo que, em cada uso, foram feitas oito repetições em cada período. Verificou-se que ocorreu diferença significativa na capacidade de infiltração de água no solo mensurada no período seco em comparação com o período úmido. As diferenças ocorreram tanto no volume total infiltrado, quanto na taxa de infiltração final. Dentre os usos mensurados, as áreas de pastagens apresentaram a menor capacidade de infiltração. Conclui-se que o padrão e a dinâmica do uso da terra (mosaico espacial, na bacia do arroio Boa Vista, são responsáveis por diferentes respostas na capacidade de infiltração de água. Por consequência, esperam-se também diferentes comportamentos hidro-erosivos em cada unidade de terra existente na bacia.AbstractThis article offers a comparison between the infiltration capacity of water in the soil measured during dry (August and wet (December seasons at the Boa Vista stream basin, in Guamiranga (Paraná State, South Brazil. The land uses there infiltration was measured were previously mapped and featured mixed Ombrophyla Forest, agriculture, Ilex paraguariensis plantations, reforestation, pasture, shrubs and “faxinal” (properties without fencing, whose owners share farming facilities. A double ring infiltrometer was used to measure water infiltration in the soil, with eight repetitions during each season. A significant difference was verified in the infiltration capacity when the soils measured during the dry period were compared with those measured during the wet period. Differences appeared both in the total

  2. Gênese e classificação de alguns solos da bacia do Ribeirão Tijuco Preto, Município de Rio das Pedras, SP: I - Análise mineralógica quantitativa da fração argila Genesis and classification of some soils from the hydrographic basin of Tijuco Preto Stream, Rio das Pedras county, SP: I - Quantitative mineralogical analysis of clay fraction

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E. H. Escobar

    1973-01-01

    Full Text Available Foi empregada a análise mineralógica quantitativa no estudo das frações argila fina e argila grossa de quatro perfis de solos. Dois perfis são originados de um siltito da formação Corumbataí, e foram coletados numa mesma encosta. O primeiro deles, um Litossolo fase folhelho-argilito (TP-12, se encontra num estádio de intemperização inferior ao Podzólico Vermelho-Amarelo variação Piracicaba (TP-13, indicado pelo seu menor conteúdo de caulinita (31,5% na fração argila grossa do B2 em relação ao perfil TP-13 (52% no B22t. Esse resultado é confirmado pelo valor do intemperismo médio do TP-12, que é inferior ao do TP-13. Fazendo parte da mesma toposseqüência. numa posição mais elevada, encontra-se um Latossolo Vermelho-Escuro orto (TP-17, proveniente de um material de origem não identificado, que contém contribuição de rochas básicas, revelado pelo teor de 14% de Fe2O3. Esse latossolo apresentou como componente principal da fração argila grossa a caulinita (74,5%, seguindo-se a alofana (14,0%, gibbsita (3,7%, mica (2,9% e vermiculita (0,3%. Esses valores representam a média do perfil. As partes mais altas da bacia são ocupadas por um Latossolo Roxo, cujo perfil TP-18 apresentou a caulinita como principal componente (70,0% da fração argila grossa, seguindo-se-lhe a alofana (20,0%, a gibbsita (9,2%, a mica (0,9% e a vermiculita (0,6%. Tendo tomado o teor de gibbsita, ou o valor do Ki, como índice de intemperismo, verificou-se que esse latossolo é menos intemperizado do que um perfil de Latossolo Roxo de Campinas, situado também na depressão periférica. O mesmo acontece em relação a 10 perfis de Latossolo Roxo do planalto ocidental de São Paulo.The four soil profiles studied occur on a toposequence. The less weathered soils, a Lithosol-argilite-shale substratum phase (TP-12 and a Red-Yellow Podzolic Soil Piracicaba variation (TP-13 are located on the lower part of the toposequence. Both soils are derived from

  3. ANÁLISE DO RELEVO DA BACIA DO CORREGO CASTELO (BAURU – SP: A INFLUÊNCIA DA URBANIZAÇÃO NOS PROCESSOS EROSIVOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Thomazini

    2012-06-01

    Full Text Available A expansão urbana na maioria das cidades brasileiras, muitas vezes se dá de forma desordenada e em lugares impróprios, proporcionando consequências desastrosas como enchentes, assoreamento das drenagens e deslizamentos, conferindo riscos à população ali instalada e prejuízos aos cofres públicos. Assim, o presente trabalho tem por objetivo principal analisar a influência da expansão urbana no surgimento dos processos erosivos lineares, por meio dos estudos do relevo, na Bacia Hidrográfica do Córrego do Castelo, localizada na cidade de Bauru/SP. Para isto, utilizou-se o arcabouço teórico-metodológico da teoria Geral dos Sistemas, através da qual a Bacia Hidrográfica é compreendida como um sistema aberto, composto por conjuntos sendo estes, formados por elementos que se inter-relacionam. Deste modo, foram confeccionadas cartas morfométricas, usando as técnicas da cartografia digital semiautomática e associando os dados por estes obtidos, foi possível a construção da Carta de Energia do Relevo. Esta, juntamente com as Cartas Geomorfológicas, de Uso e Ocupação da Terra e os trabalhos de campo permitiram uma análise satisfatória, identificando a influência da ocupação urbana nos processos morfogênicos, onde a impermeabilização do solo nas vertentes, a canalização do escoamento superficial e a ocupação de fundo de vale exercem ações significativas sobre o relevo.

  4. Morfometria da bacia hidrografica da Cachoeira das Pombas, Guanhães - MG Morphometric characteristics of Cachoeira das Pombas watershed, Guanhães - MG, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Tonello

    2006-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estudar a morfometria da bacia hidrográfica da Cachoeira das Pombas, localizada no Município de Guanhães, MG. A base de dados foi disponibilizada pelo convênio SIF/CENIBRA/UFV e consistiu dos dados matriciais Modelo Digital de Elevação Hidrologicamente Consistente (MDEHC, rede hidrográfica e direções de escoamento. As características morfométricas e delimitação da bacia e sub-bacias hidrográficas foram obtidas automaticamente pelo software Hidrodata 2.0. A área de drenagem encontrada foi de 6,981 km² e o perímetro de 14,864 km. De forma geral, constatou-se que a área estudada possui forma alongada, com baixa densidade de drenagem, relevo forte-ondulado e declividade média de 33,9%. Esses parâmetros possuem grande influência sobre o escoamento superficial e, conseqüentemente, sobre o processo de erosão, que resulta em perda de solo, água, matéria orgânica, nutrientes e microfauna, que podem vir a provocar o assoreamento e eutrofização dos corpos d'água. Quanto à orientação do terreno, pôde-se se constatar que 41% do terreno da bacia hidrográfica está exposto à face norte-oeste, e 33% de sua área total encontra-se sombreada. Para um estudo mais detalhado, procuraram-se caracterizar suas sub-bacias, onde cada uma foi analisada individualmente, concluindo-se que as cinco sub-bacias apresentam deficiência de densidade de drenagem e forma alongada. Em termos de declividade média, os valores variaram entre 29,6 e 40,4%, representando o relevo forte-ondulado. Pôde-se constatar, também, que a morfometria diferenciada entre as sub-bacias evidencia a necessidade de um manejo específico de cada uma delas.The objective of this work was to study the morphometric characteristics of the Cachoeira das Pombas watershed, in Guanhães- MG, Brazil. The database was provided by the cooperative agreement SIF/CENIBRA/UFV and consists of the following raster datasets: hydrologically consistent

  5. MAPEAMENTO DA FRAGILIDADE AMBIENTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO MATILDE CUÊ, MARECHAL CÂNDIDO RONDON – PR

    OpenAIRE

    Bade, Maicol Rafael; da Rocha, Anderson Sandro; da Cunha, José Edézio

    2014-01-01

    Estudos para verificar a fragilidade ambiental e o uso e ocupação dos solos têm sido indicados como necessários para a compreensão do meio ambiente. Visando contribuir com esta temática, esta pesquisa tem a finalidade de mapear e analisar a fragilidade ambiental na Bacia Hidrográfica do Córrego Matilde Cuê, Marechal Cândido Rondon-PR. A distribuição das classes de uso do solo com estreitas relações com as condições geoecológicas da área pode ser justificada pelas ocupações urbanas dos setores...

  6. Mineralogia e química de três solos de uma toposseqüência da bacia sedimentar do Alto Solimões, Amazônia ocidental Mineralogy and chemistry of three soils along a topossequence from the Upper Solimões Basin, western Amazonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hedinaldo Narciso Lima

    2006-02-01

    Full Text Available Pouco se conhece sobre os atributos mineralógicos e químicos dos solos da região do Alto Solimões, em comparação aos solos do Médio e Baixo Amazonas, mais estudados. No Alto Solimões, pela maior proximidade do ambiente andino, há maior possibilidade de enriquecimento dos solos. Este trabalho teve por objetivo ampliar o conhecimento dos solos dessa região por meio da caracterização de atributos mineralógicos e químicos de três solos de uma toposseqüência na região de Benjamin Constant (AM, próximo à fronteira Brasil-Peru. Tais solos situam-se das partes mais elevadas até a várzea, sendo classificados como Argissolo Amarelo Ta alumínico abrupto, Plintossolo Argilúvico alumínico abrúptico e Neossolo Flúvico Ta eutrófico. Os resultados mostram que estes solos possuem maior riqueza de nutrientes e de minerais alteráveis, com menor grau de intemperismo, em comparação aos solos mais bem drenados da parte oriental da Amazônia, derivados de sedimentos mais antigos ou de rochas cristalinas. Os baixos teores de Fe e Mn no Plintossolo em todas as frações analisadas, em comparação aos demais solos da toposseqüência, indicam o predomínio de processos de remoção nesse ambiente, enquanto, no Neossolo Flúvico, a remoção é superada pela deposição de novos sedimentos, possibilitando a ocorrência em teores elevados de Fe e Mn. Os valores de capacidade máxima de adsorção de fosfato são baixos nos horizontes superficiais, tornando-se elevados nos horizontes subsuperficiais mais ricos em argila ou com ocorrência de plintita, podendo representar, em caso de erosão, um fator limitante ao cultivo agrícola.Little is known about chemical and mineralogical attributes of soils from the upper Amazon, compared with well-studied soils from the middle and lower Amazon. In the well-drained uplands of Upper Amazon, due to the Andes Cordillera proximity, soils are expected to be chemically richer. This work aimed to increase

  7. UM OLHAR SOBRE O PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DA PAISAGEM NA BACIA DO RIO SANTA ROSA (NW DO RS), DE 1915 ATÉ OS DIAS ATUAIS

    OpenAIRE

    Adriana Fátima Canova Motter

    2011-01-01

    Esta pesquisa teve por objetivo analisar a transformação da paisagem no que se refere ao manejo com a floresta, ao uso do solo e dos recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Santa Rosa (NW do RS), a partir de 1915; quando do início da colonização e ocupação do espaço por imigrantes europeus e seus descendentes. Partiu-se da hipótese de que a ideia de progresso, para os imigrantes, esteve associada à abertura de áreas agrícolas nas regiões de florestas nativas. A partir disso...

  8. Avaliaçao e mapeamento da fragilidade ambiental da Bacia do Rio Xaxim, Baia de Antonina-PR, com o auxílio de geoprocessamento

    OpenAIRE

    Ghezzi, Alessandra Oliveira

    2003-01-01

    O Presente estudo teve por objetivo avaliar e mapear a fragilidade ambiental da bacia do rio Xaxim, localizada no município de Antonina, estado do Paraná, com o auxilio do Geoprocessamento. A Bacia possui 56,20 Km² e foi avaliada conforme a metodologia de ROSS (1997). Os resultados indicam que na bacia do rio Xaxim, predominam as classes de fragilidade potencial média e baixa, em função principalmente da declividade, e classes de fragilidade emergente média e baixa em função principalmente da...

  9. Identificação dos impactos ambientais da ocupação irregular nas Áreas de Preservação Permanente (APP da Bacia Hidrográfica do Rio Itabapoana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramon Petrilho Silveira

    2016-12-01

    Full Text Available As nascentes representam o início da formação das redes de drenagens e, assim, são fundamentais para a manutenção dos recursos hídricos. Apesar da notória importância de preservação dessas áreas, esses ambientes ainda continuam sofrendo com as ações predatórias do homem. Como consequência, destaca-se a redução na vegetação ciliar, perda na biodiversidade da fauna e flora, aumento dos processos erosivos no solo e assoreamento de diversos corpos d’água, inclusive de nascentes. Neste artigo, realizaremos um estudo de revisão bibliográfica a respeito da situação ambiental na qual se encontra a bacia do rio Itabapoana, dando ênfase nas áreas de nascentes.

  10. Aplicação da técnica de avaliação do terreno e análise da fragilidade ambiental da bacia hidrográfica do Rio Almada - LANDFORM MAPPING AND ENVIRONMENTAL FRAGILITY ASSESSMENT IN ALMADA RIVER HYDROGRAPHICAL BASIN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilson Santos Silva

    2010-11-01

    Full Text Available Este trabalho objetiva a aplicação da técnica de avaliação do terreno e análise da fragilidade ambiental da bacia hidrográfica do Rio Almada (BHRA, localizada na Região Sul do Estado da Bahia. Para tanto, o método adotado inicialmente se utiliza da aplicação da técnica de avaliação do terreno, tendo em vista a compartimentação da bacia em sistemas e unidades de relevo. Em seguida, dados de declividade, solos e uso e ocupação do solo são avaliados no sentido do conhecimento de suas fragilidades ambientais. Por fim, para cada um dos sistemas e unidades de relevos mapeados foi delineado o seu quadro de fragilidade ambiental, contextualizando, dessa forma, as potencialidades e limitações de diferentes unidades territoriais da BHRA. Os resultados encontrados apresentam um cenário em que a classe de fragilidade ambiental baixa representa 15,34% da bacia e possui maior representatividade nos sistemas de terreno Planície Litorânea e Rio Paraíso. A classe de média fragilidade é a de maior expressão na BHRA (69,14% e em todos os sistemas de terreno da BHRA, representando mais de 60% de cobertura dos mesmos. Já as classes de alta a muito alta fragilidade, quando somadas, englobam aproximadamente 15,52% de toda a área da BHRA, e distribuem-se, com maior representatividade, em áreas do sistema Almadina-Coaraci, em virtude do atual processo de ocupação por pastagens.

  11. GERAÇÃO DO FATOR TOPOGRÁFICO (LS EM BACIA HIDROGRÁFICA: ANÁLISE DA EXTENSÃO DE VERTENTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro de Souza Pinheiro, Thiago Torres Costa Pereira, Rafael de Ávila Rodrigues, Gabriela Alves Jonas, Angela Silva Miazaki, Venâncio Campos Silva

    2014-08-01

    Full Text Available A erosão laminar, devido a sua característica peculiar, é dificilmente detectada por grande parte da população, principalmente nos estágios iniciais, havendo assim a necessidade do estabelecimento de práticas corretas de conservação do solo. A Equação Universal de Perda de Solo (EUPS busca estimar a perda de solo pela erosão laminar, considerando os fatores condicionantes da erosão. Contudo, existem fatores limitantes, inerentes da busca pela aproximação com a realidade, pois, a EUPS não considera a geometria das vertentes e aborda parcialmente a questão da extensão das vertentes, de grande influência no processo erosivo hídrico de superfície. Desta forma, o objetivo principal desta pesquisa foi aplicar sistemática de obtenção dos dados de comprimento de vertentes (Fator L, considerando como a dinâmica do escoamento superficial interfere nos resultados obtidos com a Equação Universal de Perda de Solo. Como área de estudo, foi selecionada uma bacia hidrográfica de um canal de segunda ordem, que banha a Floresta Escola do Instituto Hidroex em Frutal (MG. Os resultados obtidos indicaram que o Fator L influenciou sensivelmente nos dados, a técnica de obtenção dos dados de extensão de vertentes mostrou-se adequada, apresentando valores diferenciados do Fator LS (Fator Topográfico ao longo da vertente, bem como a menor generalização dos dados.

  12. Modelagem da qualidade da água na bacia hidrográfica do Rio Piracicaba (MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maytê Maria Abreu Pires de Melo Silva

    Full Text Available RESUMO Este trabalho tem como objetivo aplicar um modelo de qualidade da água, o Sistema de Apoio à Decisão/Instituto de Pesquisas Hidráulicas (SAD-IPH, na bacia hidrográfica do Rio Piracicaba. Os parâmetros de qualidade modelados foram a demanda bioquímica de oxigênio (DBO, oxigênio dissolvido (OD, fósforo total, nitrogênio e coliformes termotolerantes. Os dados de vazão foram obtidos através da aplicação do modelo hidrológico Modelo de Grandes Bacias/IPH (MGB-IPH. O modelo de qualidade foi calibrado utilizando dados dos postos de monitoramento da qualidade da água do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM. As curvas de DBO, OD e fósforo total apresentaram boa aderência aos dados das campanhas de monitoramento. Os parâmetros nitrogênio (orgânico, amoniacal, nitrito, nitrato e coliformes termotolerantes foram subestimados pelo modelo. A maioria dos cursos d’água apresentam a qualidade de suas águas compatíveis com a classe 4 de enquadramento, entretanto as concentrações poluentes atuais estão acima do esperado para a referida bacia, já que o seu enquadramento atual é classe 2.

  13. Análise da governança das águas da bacia hidrográfica da Lagoa Mirim, extremo sul do Brasil

    OpenAIRE

    Machado, Jeniffer Bianchi

    2012-01-01

    Dissertação(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Gerenciamento Costeiro, Instituto de Oceanografia, 2012. A peculiaridade das águas da Bacia Hidrográfica da Lagoa Mirim representa um singular desafio à gestão, pois 47% do território desta bacia estão em domínio brasileiro, e o restante no país vizinho, Uruguai, portanto seu corpo hídrico principal, sob um regime de águas compartilhadas, delimita a fronteira desse espaço geográfico binacional. Esse ce...

  14. FRAGILIDADE AMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SERIDÓ (RN/PB – BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Cirício Pereira Neto

    2015-09-01

    Full Text Available Este artigo apresenta uma análise da fragilidade ambiental da bacia hidrográfica do Rio Seridó, localizada entre os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte (Brasil, a fim de identificar áreas potencialmente instáveis. Este estudo encontra-se apoiado na abordagem metodológica da Ecodinâmica de J. Tricart (1977 e em sua proposta de operacionalização defendida por J. Ross (1994, referente às unidades ecodinâmicas de instabilidade potencial e emergente com base nos índices de dissecação do relevo ou rugosidade topográfica e adaptada para o recorte espacial pesquisado. Os resultados revelam que, em uma perspectiva quantitativa sobre a análise da referida bacia hidrográfica, estes valores podem ser traduzidos em classes de fragilidade potencial em torno dos 2.613,0 km² de fraca intensidade; 5.188,4 km² de média intensidade; e dos 2.585,5 km² de forte intensidade. No que diz respeito à fragilidade emergente, estes se aproximam dos 2.212,0 km² de fraca intensidade; 6.191,23 km² de média intensidade; e 2.062,34 km² de forte intensidade. Os dados obtidos assumem importância fundamental para o planejamento territorial e ambiental da bacia hidrográfica, uma vez que foi possível ainda observar uma intrínseca associação dos municípios componentes do núcleo de desertificação do Seridó com as áreas de forte instabilidade/fragilidade ambiental.

  15. Análise de impactos socioambientais da infra-estrutura de transporte na Bacia do Purus-AM.

    OpenAIRE

    Andrés Leandro Gumiero Jaime

    2008-01-01

    A bacia do rio Purus, na Amazônia Ocidental, apesar de figurar como uma das menos antropizadas bacias da margem direita do complexo Solimões-Amazonas, já apresenta pontos de impacto antrópico associado à expansão da fronteira agropecuária. Tal impacto tem no estabelecimento da infra-estrutura de transportes seu principal eixo de avanço. Foi feita a simulação de alguns trechos de rodovias interligando municípios correspondente ao médio Purus (conforme designação proposta por SOUSA JÚNIOR et al...

  16. CARACTERIZAÇÃO GEOMORFOLÓGICA DA BACIA DO RIO TURVO-RJ: MÉDIO VALE DO RIO PARAÍBA DO SUL (MVPRS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Albuquerque Xavier

    2014-04-01

    Full Text Available O mapeamento geomorfológico da bacia do rio Turvo confirmou as evidências apontadas em estudos anteriores, de que a bacia apresentava feições diferentes das observadas em bacias vizinhas. Foram observadas 222 depressões fechadas em divisores de drenagem, indicando forte atuação de mecanismos geoquímicos. Por outro lado, o reduzido número de voçorocas (33 e a presença de pacotes sedimentares poucos espessos (média de 7 metros, apontam a baixa efetividade dos processos mecânicos na bacia, sobretudo ao compararmos com a sub-bacia do rio Piracema, tributária do rio Bananal, com 117 voçorocas, terraços de até 23 metros de espessura e apenas 1 depressão fechada. Internamente, a bacia do rio Turvo apresentou variações, onde, de modo geral, a sub-bacia do rio das Pedras concentrou 21 das 33 voçorocas ativas, os mais espessos pacotes fluviais e apenas 16 depressões fechadas. Assim, conclui-se que a bacia do rio Turvo é fortemente influenciada pelos processos de denudação química, e a sub-bacia do rio das Pedras apresenta as maiores características da atuação do trabalho mecânico de toda a bacia.

  17. Montealtosuchus arrudacamposi, Crocodyliformes, Peirosauridae do Cretáceo Superior da Bacia Bauru : aspectos morfofuncionais

    OpenAIRE

    Sandra Aparecida Simionato Tavares

    2016-01-01

    Resumo: Montealtosuchus arrudacamposi, um crocodiliforme Peirosauridae que viveu no município de Monte Alto no Turoniano-Santoniano da Formação Adamantina, Grupo Bauru da Bacia homônima, habitava um ambiente semi-arido, quente com chuvas torrenciais e sujeito a inundações. Destaca-se pela excelente preservação das estruturas ósseas que compõe o seu esqueleto (crânio, mandíbula, elementos pós-cranianos e escudo dermal articulados). Por estes atributos, forneceu informações satisfatórias para o...

  18. CARACTERIZAÇÃO DOS AREAIS DA BACIA DO RIBEIRÃO SUJO, MUNICÍPIO DE SERRANÓPOLIS/GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marluce Silva Sousa

    2009-12-01

    Full Text Available A microbacia do Ribeirão Sujo, bacia do Paranaíba, abrange uma área de 164 km2 no município de Serranópolis, na microrregião Sudoeste de Goiás, apresentando extensas manchas de solos arenosos degradados e sem cobertura vegetal, chamados de “areais”. Nesta microbacia foram analisados os condicionantes naturais e as transformações da paisagem pelos processos sociais para compreender a formação dos areais. O objetivo deste trabalho é apresentar os principais aspectos dos areais, com ênfase na compreensão do nível de degradação do solo. O processo de formação de areais envolve uma dinâmica que se desencadeou a partir da carência de nutrientes e do manejo inadequado do solo numa área de forte fragilidade potencial, originando pequenas manchas de areia exposta, desencadeando processos erosivos e degradação do solo, associados à excessiva pressão de pastejo, o que, por sua vez, facilitou a expansão dos areais. A dimensão dos areais já perfaz 1,4% da área da microbacia, tendo o maior deles cerca de 79 ha. Sugere-se, de imediato, a implantação de medidas mitigadoras para conter o avanço dos areais e, com tempo, a sua possível recuperação.

  19. ANÁLISE MORFOESTRUTURAL DA BACIA DO RIBEIRÃO ÁGUA DAS ANTAS – PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karine Bueno Vargas

    2015-09-01

    Full Text Available A bacia hidrográfica do ribeirão Água das Antas localiza-se no centro norte do estado do Paraná, tendo seu maior domínio do município de Grandes Rios, na transição do Segundo para o Terceiro Planalto Paranaense. Está modelada sobre as litoestruturas das Formações Rio do Rasto, Pirambóia, Botucatu e Serra Geral da Bacia Sedimentar do Paraná. No presente artigo são identificadas e interpretadas as anomalias de drenagem na referida bacia, a partir da aplicação de índices morfométricos e de técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento para a confecção de anomalias da área de estudo. As anomalias de drenagem correspondem a anormalidades ou irregularidades decorrentes principalmente de processos morfoestruturais e morfotectônicos. Os índices morfométricos utilizados, como fator de assimetria da bacia, fator de simetria topográfico transversal e relação declividade-extensão, apresentaram dados satisfatórios, com a identificação de alto índice de assimetrias na bacia. Por meio da fotointerpretação foram identificados curvaturas anômalas, segmentos retilíneos, erosões ativas, zona de abandono de drenagem, drenagens radiais e sub-radiais e tendência de migração do canal, as quais são consideradas anomalias. Devido à forte assimetria do canal, a bacia do ribeirão Água das Antas foi analisada à luz de zonas morfoestruturais, geradas pelo desnivelamento de blocos de falhas, sendo possível verificar a atuação da tectônica recente que afetou a rede de drenagem.

  20. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do Igarapé Carrapato, Boa Vista, Roraima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maola Monique Faria

    2017-10-01

    Full Text Available O manejo de bacias hidrográficas baseia-se em um conjunto de técnicas aplicadas com o objetivo de regularizar a vazão dos cursos hídricos, a produção econômica e a proteção ambiental, garantindo a preservação da biodiversidade. O presente estudo tem como objetivo determinar as características morfométricas da bacia hidrográfica do Igarapé Carrapato, Boa Vista/Roraima. Inicialmente foi obtido o Modelo Digital de Elevação, e com base nele a bacia foi delimitada. Posteriormente foram calculados alguns parâmetros morfométricos para o estudo do comportamento hidrológico da bacia. A bacia em estudo, com base na análise dos fatores morfométricos analisados, apresenta baixa susceptibilidade a enchentes.

  1. Soil organic matter and fertility of anthropogenic dark earths (Terra Preta de Índio in the Brazilian Amazon basin Matéria orgânica e fertilidade de solos antropogênicos (Terra Preta De Índio da Bacia Amazônica brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tony Jarbas Ferreira Cunha

    2009-02-01

    Full Text Available Fertility properties, total C (Ctot, and chemical soil organic matter fractions (fulvic acid fraction - FA, humic acid fraction - HA, humin fraction - H of anthropogenic dark earths (Terra Preta de Índio of the Amazon basin were compared with those of Ferralsols with no anthropogenic A horizon. Terra Preta soils had a higher fertility (pH: 5.1-5.4; Sum of bases, SB: 8.93-10.33 cmol c kg-1 , CEC: 17.2-17.5 cmol c kg-1 , V: 51-59 %, P: 116-291 mg kg-1 and Ctot (44.6-44.7 g kg-1 than adjacent Ferralsols (pH: 4.4; SB: 2.04 cmol c kg-1, CEC: 9.5 cmol c kg-1, V: 21 %, P 5 mg kg-1, C: 37.9 g kg-1. The C distribution among humic substance fractions (FA, HA, H in Terra Preta soils was also different, as shown by the ratios HA:FA and EA/H (EA=HA+FA (2.1-3.0 and 1.06-1.08 for Terra Preta and 1.2 and 0.72 for Ferralsols, respectively. While the cation exchange capacity (CEC, of Ferralsols correlated with FA (r = 0.97, the CEC of Terra Preta correlated with H (r = 0.82. The correlation of the fertility of Terra Preta with the highly stable soil organic matter fraction (H is highly significant for the development of sustainable soil fertility management models in tropical ecosystems.Propriedades de fertilidade, carbono total (Ctot e frações químicas da matéria orgânica (fração ácidos fúlvicos - FA, fração ácidos húmicos - HA e fração humina - HUM foram comparados entre solos antrópicos (Terra Preta de Índio e Latossolos sem horizonte A antrópico. Os solos antrópicos apresentaram maior fertilidade (pH: 5,1-5,4; S: 8,93-10,33 cmol c kg-1 ; CEC: 17,2-17,5 cmol c kg-1 ; V: 51-59 %; P: 116-291 mg kg-1 e maiores teores de carbono total (44,6-44,7 g kg-1 que os Latossolos (pH: 4,4; S: 2,04 cmol c kg-1; CEC: 9,5 cmol c kg-1; V: 21 %, P: 5 mg kg-1, Ctot: 37,9 g kg-1. Os solos antrópicos também tiveram distribuição diferenciada de C entre as frações das substâncias húmicas (FA, HÁ e HUM, expressa pelas razões HA:FA e EA:HUM (EA = HA + FA

  2. EVOLUÇÃO DO USO E COBERTURA DO SOLO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DOURADOS-MS, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geula Graciela Gomes Gonçalves

    2011-01-01

    Full Text Available Os sistemas de informações geográficas (SIGs, aliados aos dados de sensores remotos são importantes ferramentas na identificação e avaliação do uso da terra com vistas ao manejo de bacias. A Bacia do Rio Dourados, no Mato Grosso do Sul possui grande importância no estado por sua extensão e uso, por essa razão destaca-se a necessidade de pesquisas que visem um planejamento adequado do uso da terra, objetivando a conservação dos recursos ambientais a fim de manter a qualidade e quantidade de água, tornando sustentável o uso agrícola e humano desse manancial. Este trabalho teve o objetivo de mapear uso da terra na Bacia do Rio Dourados em duas épocas, 2001 e 2008, com o objetivo de avaliar a evolução do uso da terra. Para classificação da imagem, utilizou-se o sistema de classificação supervisionado por regiões, classificador Bhattacharya, implementado no SIG-SPRING/INPE. Os resultados permitiram concluir que: a O crescimento das áreas de agricultura foi compatível com o crescimento da cultura da cana-de-açúcar na região; b a redução das áreas de pastagem aconteceu em função da expansão da cultura canavieira; c as feições vegetação (cerrado, mata, capoeira e complexo de vegetação (várzeas, apresentaram grande potencial para confusão de identificação na área da bacia analisada; e d o crescimento das áreas com eucalipto foi compatível com a tendência em todo o Estado de Mato Grosso do Sul.

  3. Influência das características morfométricas da bacia hidrográfica do rio Benevente nas enchentes no município de Alfredo Chaves-ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Simões Lorenzon

    2015-01-01

    Full Text Available As enchentes afetam a vida de milhares de pessoas em todo o mundo e suas causas podem estar relacionadas tanto com fatores naturais como antrópicos. O objetivo do trabalho foi avaliar se a morfometria da bacia do rio Benevente tem relação com as enchentes ocorridas no município de Alfredo Chaves, ES. A base de dados consistiu de um modelo digital de elevação (ASTER, da rede hidrográfica vetorial do IBGE e de uma série histórica de 40 anos de precipitação diária. Os parâmetros morfométricos foram obtidos por meio de Sistemas de Informações Geográficas (SIG. A área de estudo possui uma forma alongada, relevo fortemente ondulado e declividade média da bacia de 42,75%. A altitude variou de 480 a 1.591 m. Novembro, dezembro e janeiro foram os meses de maior precipitação, com média mensal de 246,7, 261,5 e 204,2 mm, respectivamente. Conclui-se que a alta declividade da bacia e do rio principal, aliada à intensificação do uso e ocupação do solo, exerce expressiva influência sobre o escoamento superficial na bacia, aumentando as chances de ocorrência de picos de enchentes.

  4. Geotecnologias como suporte para análise da vegetação natural na sub-bacia hidrográfica do Rio Gavião (1988 a 2015

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Magno Santos Clemente

    2017-06-01

    Full Text Available O histórico de ocupação da sub-bacia do rio Gavião passou por transformações socioeconômicas expressivas nos últimos 30 anos. Desse modo, preocupações com preservação ou recuperação da cobertura vegetal influência, positivamente, na manutenção do ciclo hidrológico da sub-bacia. A presente pesquisa tem como objetivo analisar a modificação da vegetal natural entre os anos de 1988 a 2015 na sub-bacia hidrográfico do rio Gavião (semiárido brasileiro. Foram utilizadas as como suporte técnico o sensoriamento remoto, Processamento Digital de Imagens - PDI e o Sistema de Informações Geográficas - SIG (satélites landsat 5 e landsat 8. Os resultados indicam redução da cobertura vegetal de 751,69 km², entre os anos de 1988 a 2015. Também, manchas de desmatamento em áreas de nascentes, na parte alta da rede de drenagem e no dessegue do canal principal. Assim, a presente pesquisa chama atenção para os efeitos da mudança da vegetação natural para outros usos da terra (solo exposto, plantio, entre outros, a concentração do desmatamento em áreas de fragilidade ambiental.

  5. AVALIAÇÃO DO POTENCIAL À EROSÃO LAMINAR DA BACIA DO RIBEIRÃO SOZINHA (GO) (Evaluation of the potential to the laminar erosion on the Sozinha watershed - GO)

    OpenAIRE

    SOUZA, José Carlos de; LIMA, Claudia Valéria de

    2013-01-01

    A proposta deste trabalho é apresentar os resultados da avaliação do potencial a erosão laminar da bacia do Ribeirão Sozinha, no Estado de Goiás, a partir da aplicação de um modelo de previsão. A área de estudo compreende os municípios que se localizam a leste da região metropolitana de Goiânia, e se configura como uma área dinâmica, de múltiplos usos, e em função disso há a necessidade da aplicação de instrumentos que viabilizem o planejamento de uso e ocupação do solo. A metodologia utiliza...

  6. Tendências temporais e espaciais da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, estado de Minas Gerais

    OpenAIRE

    Trindade, Ana Laura Cerqueira; Almeida, Katiane Cristina de Brito; Barbosa, Pedro Engler; Oliveira, Sílvia Maria Alves Corrêa

    2016-01-01

    RESUMO Este artigo apresenta uma análise da tendência temporal e espacial da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, inserida na bacia do Rio São Francisco, em Minas Gerais, Brasil. Foram analisados 16.625 dados coletados no período de 2002 a 2011 pelo programa de monitoramento de qualidade das águas superficiais efetuado pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). Testes estatísticos, multivariados e não paramétricos foram utilizados para avaliar 11 variáveis ...

  7. FRAGILIDADE POTENCIAL E EMERGENTE NA BACIA DO RIO DAS PEDRAS, GUARAPUAVA, PR - BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Eugênio Pachechenik

    2013-10-01

    Full Text Available O presente trabalho teve por objetivo delimitar a potencialidade do uso do solo para auxiliar no planejamento da exploração dos recursos naturais da bacia do rio das Pedras, situada no município de Guarapuava, Paraná, Brasil. Aplicou-se uma metodologia de análise empírica da fragilidade ambiental, digitalizando a área e rede de drenagem da bacia, e gerando-se, posteriormente, um modelo numérico do terreno, empregando programas especializados. A área da bacia apresenta fragilidade ambiental potencial entre as classes “média” e “alta”, com os usos do solo classificando-a na fragilidade ambiental emergente “muito baixa” e “baixa”. Os limites da potencialidade de uso do solo indicam que a bacia está protegida da erosão e os fatores de forma demonstram, para as atuais condições, que há “pequena” possibilidade de ocorrer enchentes.

  8. MODELAGEM DA PRODUÇÃO DE SEDIMENTOS NA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO JACARÉ - SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrício Lopes de MACEDO

    2012-03-01

    Full Text Available A produção de sedimentos nas bacias hidrográficas constitui um aspecto importante para o planejamento do uso e ocupação do solo. Modelos matemáticos são ferramentas úteis para a análise do problema fornecendo rapidez, praticidade e flexibilidade as simulações de condições atuais e futuras. Neste artigo foi avaliada uma metodologia para simular a produção de sedimentos em distintos cenários de uso e ocupação do solo utilizando de forma combinada a MUSLE, o modelo hidrológico ABC e um SIG. A modelagem utilizada apresentou bom desempenho para fins de planejamento do uso e ocupação do solo, bem como para o planejamento agrícola e ambiental.

  9. Flora ficologica da plataforma continental do litoral setentrional da bacia potiguar (RN), Brasil, com ênfase em chlorophyta

    OpenAIRE

    De Lourdes Montenegro Cocentino, Adilma

    2009-01-01

    Foram estudadas as macroalgas marinhas bentônicas de um habitat pouco explorado (Bacia Potiguar, Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil) e cuja informação florística é rara, para se conhecer a diversidade taxonômica e padrões de distribuição em um infralitoral tropical, onde vários empreendimentos estão em fase de instalação, sendo enfatizadas as Chlorophyta, como indicadoras da qualidade ambiental. Amostragens de macroalgas bentônicas foram feitas, com dois tipos de dragas e ...

  10. ANÁLISE GEOAMBIENTAL DA BACIA DO GUARAPIRANGA, REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO, PARA UMA AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE SEDIMENTOS E ASSOREAMENTO DO RESERVATÓRIO CORRESPONDENTEPAULO: PRODUÇÃO DE SEDIMENTOS E ASSOREAMENTO DO RESERVATÓRIO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    William de Queiroz

    2015-03-01

    Full Text Available A atual crise da água, resultante da perda qualitativa e quantitativa dos mananciais e do aumento das necessidades de suprimento, caracteriza o reservatório Guarapiranga, o segundo maior manancial do sistema de abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo – RMSP, como um dos exemplos mais críticos. O problema da degradação da água armazenada nesse reservatório é gerado, sobretudo, pela contaminação por esgoto, mas também é provocado pela perda de volume, devida ao assoreamento. Este processo, considerado um efeito do desequilíbrio ambiental na bacia, devido à ocupação, é o objeto deste trabalho que aborda a análise do potencial de produção de sedimentos da bacia contribuinte. Neste sentido, foi realizada uma análise comparativa do comportamento das sub-bacias quanto à erosão, à transferência e produção de sedimentos, que revelou que as sub-bacias de grande porte constituem as principais fontes de sedimentos do reservatório.  Entretanto, suas configurações geomorfológicas de atenuação do relevo, das cabeceiras para o reservatório, com a formação de extensas planícies aluvionares até as desembocaduras, favorecem a retenção dos sedimentos, sobretudo os mais grosseiros, permitindo que apenas sedimentos em suspensão possam contribuir para assorear o fundo do reservatório. Dentre estas sub-bacias destaca-se a do Embu Mirim. Por outro lado, embora com taxas de produção menores, as sub-bacias de menor porte, junto ao reservatório, quando ocupadas por áreas urbanas, como a do Guavirutuba, produzem localmente deltas que avançam no reservatório. Este quadro sugere um assoreamento de fundo generalizado, com camadas de sedimentos finos, acrescido de deltas de sedimentos mais grossos nas desembocaduras das pequenas sub-bacias ocupadas, junto ao reservatório. Conclui-se que as áreas próximas ao reservatório são as áreas geoambientalmente mais sensíveis à ocupação do solo com respeito ao

  11. INFLUÊNCIA DOS FATORES GEOLÓGICOS, GEOMORFOLÓGICOS E ANTRÓPICOS DA PRODUÇÃO DE FLUXO DE BASE EM PEQUENAS BACIAS HIDROGRÁFICAS NA APA CACHOEIRA DAS ANDORINHAS, OURO PRETO (MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josefa Clara Monteiro

    2014-08-01

    Full Text Available Neste trabalho objetivou-se estabelecer a influência da geologia, geomorfologia e uso e ocupação do solo no potencial hídrico de pequenas bacias hidrográficas situadas na Área de Proteção Ambiental Estadual da Cachoeira das Andorinhas (APA/CA. Foram selecionados três pares de bacias, cada par com condições geológicas e geomorfológicas semelhantes, mas com graus distintos de interferência antrópica. Utilizando-se dados de chuva e vazão, obtidos durante um ano hidrológico, estabeleceram-se os regimes pluviométricos e fluviométricos e determinaram-se alguns parâmetros hidrológicos, como o fluxo de base pela técnica smoothed mínima e o coeficiente de recessão (α pela técnica matching strip. A análise conjugada destes parâmetros, de índices morfométricos e de dados físico-químicos das águas indicam que as bacias em áreas de relevo mais suave tendem a apresentar menores coeficientes de recessão e maiores volumes de fluxo de base. Portanto, nestas áreas o potencial hídrico é maior, já que a vazão das drenagens se mantém por mais tempo na estação seca. O relevo mais suave, com solo mais espesso e maior tempo de trânsito das águas subterrâneas, também justificam as águas mais redutoras e com maiores condutividades elétricas. Os dados também sugerem que as bacias da área com maiores proporções de florestas tendem a apresentar menores fluxos de base por conta das maiores taxas de evapotranspiração. Os métodos aplicados se mostraram adequados para caracterizar o regime hídrico de pequenas bacias hidrográficas e podem ser importantes para a gestão de recursos hídricos.

  12. Análise temporal da permeabilidade da superfície urbana da sub-bacia do córrego centenário em Lavras, MG Temporal analysis of permeability urban surfaces locaty of the Centenário sub-basin creek in Lavras, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Barbosa Furtini

    2007-08-01

    Full Text Available Nos últimos anos, séries de estudos têm sido realizadas por estudiosos de diferentes áreas para estabelecer os efeitos da urbanização na hidrologia de sub-bacias. O processo de urbanização freqüentemente produz alterações na drenagem da água pluvial. Um SIG com dados cadastrais planaltimétricos e fotografias aéreas permitiram estudar a ocupação em 3 diferentes períodos (1999, 1986 e 1971 na sub-bacia do Centenário, na cidade de Lavras, MG. Objetivou-se com este estudo realizar a análise temporal da permeabilidade da superfície na sub-bacia do Centenário comparando os 3 períodos. A permeabilidade da superfície urbana foi obtida pela análise da ocupação dos quarteirões por área construída ou pavimentada. Os resultados permitiram verificar que a permeabilidade da superfície decaiu de 1971 para 1999. Nestes anos a área urbana cresceu reduzindo a permeabilidade do solo da sub-bacia. Conclui-se que, sendo óbvio que a urbanização causou impactos na sub-bacia, as metodologias utilizadas para essas análises foram muito eficientes para determinar os impactos de superfícies impermeáveis.Over the past years, a series of studies have been undertaken by scientists of different areas, to assess the effects of urbanization on the hidrology of subbasins. The urbanization process has frequently been done alterations on the drainage of pluvial water. A GIS data base containing the cadastral planiltimetric charts and aerial photographies allowed to study the land occupation in three different periods (1999, 1986 and 1971 of the Centenário Subbasin in Lavras city, MG. So, the subject of this study was to realize a temporal analysis of the surface permeability of the Centenário subbasin comparing the three periods. The urban surface permeability was avaibled by the analysis of the city's squares occupation per builted or paved area. The results permitted verify that the surface permeability downed from 1971 to 1999 years. In

  13. Abordagem da vulnerabilidade e risco de contaminação dos solos por metais pesados em área dos municípios de Pains e Córrego Fundo-MG, baseada nos constituintes dos solos retentores destes metais

    OpenAIRE

    Adriano Fernandes de Moraes

    2007-01-01

    Este trabalho apresenta uma proposta de modelo de determinação da vulnerabilidade química dos solos à contaminação por metais pesados (bário, cádmio, chumbo, cromo, cobre, cobalto e zinco). A área é uma porção de 15 km2, situada nos municípios de Pains, Arcos e Córrego Fundo na porção meridional da bacia hidrográfica do rio São Francisco Minas Gerais. Trata-se de uma área heterogênea, sob o ponto de vista de uso do solo, da pedologia, da litologia e da hidrografia. Inicialmente, foi realizad...

  14. Simulação da variabilidade espacial da erosão hídrica em uma sub-bacia hidrográfica de Latossolos no sul de Minas Gerais Simulation of water erosion spatial variability in a watershed representative of oxisols in southern Minas Gerais State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Marciano da Silva

    2008-10-01

    Full Text Available A simulação da distribuição espacial da erosão do solo consiste em uma ferramenta poderosa para o planejamento conservacionista em bacias hidrográficas, sendo uma importante aplicação da Equação Universal de Perdas de Solo (EUPS associada a princípios de interpolação espacial, principalmente a geoestatística. Este trabalho objetivou simular a distribuição espacial da erosão hídrica numa sub-bacia hidrográfica da região do Alto Rio Grande (MG, aplicando ferramentas geoestatísticas para distribuição espacial e mapeamento. Diferentes cenários de uso do solo foram analisados. A erosão foi estimada com base na EUPS aplicada a células, considerando as unidades pedológicas e diferentes usos em cada célula. O fator topográfico (LS das células foi obtido com base no Modelo Digital de Elevação da sub-bacia, identificando comprimento e direção principal do escoamento. A erosividade média anual da região é de 8.030 MJ mm ha-1 h-1 ano-1, e a erodibilidade dos solos foi extraída da literatura. A EUPS foi aplicada a cada célula, levando-se em conta a situação atual do solo, áreas degradadas plantadas com eucalipto, pastagem plantada e plantio convencional de milho, considerando a ocupação de toda a sub-bacia hidrográfica. Na situação atual, a sub-bacia apresenta taxas de erosão inferiores aos limites de tolerância para os respectivos solos, com exceção das áreas degradadas ocupadas por eucalipto e pastagem em Cambissolo. No entanto, em todas as situações analisadas, seu lado leste apresentou as maiores perdas de solo, especialmente para os cenários de eucalipto nas condições atuais e plantio convencional de milho em Cambissolo e Latossolo Vermelho-Amarelo, sendo necessária a aplicação de técnicas conservacionistas.Simulation of water erosion spatial distribution is an important tool for soil conservation planning in watersheds, being an important application of the Universal Soil Loss Equation (USLE

  15. Geologia e pedologia da bacia glacial no distrito de Sousas, Campinas, SP Geology and pedology of a glacial basin found in the Sousas area

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adolpho José Melfi

    1962-01-01

    Full Text Available O presente trabalho refere-se à geologia e pedología de uma bacia sedimentar glacial, situada no distrito de Sousas, Município de Campinas, em região de rochas pré-cambrianas. Os estudos geológicos constaram da elaboração de mapa geológico, baseado em fotografias aéreas, na escala média de 1:14 000 e mapa topográfico na escala de 1:5000; reconhecimento das rochas e esbôço estrutural da bacia. Quando à pedología, foram feitas caracterizações morfo-pedogenétícas dos solos por meio de perfis e determinações das classes texturais através de análise granulométrica.A glacial basin was found in the Sousas area, Campinas County, surrounded by pre-Cambrian rocks and not connected with the Paraná sedimentary basin which possesses a similar formation. Geological studies were carried out consisting of petrographie identifications, structural sketch of the basin, delimitation of its occurrence, and mapping of its geological limits. The field delimitation was done by means of aerial photographs (average scale 1:14, 000 and topographic maps (scale 1:5, 000. The pedological studies that were performed consisted in taking soil profiles for morphological and genetic characterization of the great soil groups and collection of samples for textural analysis.

  16. COMPARTIMENTAÇÃO MORFOESTRUTURAL DA BACIA DO RIO VERDE, SUL DE MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Marques Neto

    2014-04-01

    Full Text Available O presente artigo divulga proposta de compartimentação morfoestrutural para a bacia do Rio Verde, localizada na parte meridional do Estado de Minas Gerais em terrenos da Serra da Mantiqueira, Planalto do Alto Rio Grande e Planalto de Varginha, apresentando litologias diversas (metagranitoides arqueanos, metassedimentos supracrustais proterozoicos e intrusões alcalinas cretáceo-paleocenas distribuídas em considerável diversidade de formas de relevo. A análise integrada entre a litologia, os lineamentos estruturais, a rede de drenagem e os padrões de formas de relevo discerniu os seguintes compartimentos morfoestruturais: Patamares de cimeira da Mantiqueira (desmembrados em cinco subcompartimentos, Patamares escalonados da Mantiqueira, Planalto de Cruzília-Minduri, Planalto alongado de Lambari, Planalto de São Lourenço-Caxambu, Planalto de Três Corações, Planalto rebaixado de Varginha e Cristas monoclinais. A compartimentação revelou forte controle morfoestrutural vinculado ao rifte continental do sudeste do Brasil associado a uma acentuada dinâmica morfotectônica sobreposta em função da interferência de efeitos diastróficos neotectônicos. Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE

  17. HISTÓRICO DE OCUPAÇÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO AÇAIZAL-MA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo dos Santos Barbosa

    2011-10-01

    Full Text Available O estado do Maranhão teve seu processo de ocupação iniciado pelo litoral na primeira metade do século XVII, pelos franceses, com a fundação de São Luís, em 1612. Em seguida os portugueses comandaram o processo de ocupação, sendo que a primeira frente de ocupação portuguesa foi denominada por Cabral (1992 de “frente litorânea”, em seguida, no século XVIII, a segunda frente denominado por Cabral (1992 de “frente do interior” se expande pelo sul do estado. Uma terceira frente denominada de “frente de expansão agrícola” ou “corrente de fugitivos da seca”. O presente artigo tem como objetivo caracterizar o processo de ocupação da bacia do Açaizal, localizado na Microrregião de Imperatriz e Messorregião oeste do Maranhão. A bacia em estudo tem uma área de 181,5 Km2, conta com quatro povoados a saber Cumaru, Olho D’água, Jenipapo e Açaizal Grande. A partir da década de 1960 a microrregião de Imperatriz e, logo em seguida, a bacia do Açaizal, passaram por um processo de ocupação rápida, em virtude da abertura da Rodovia BR 010 (Belém- Brasília. Utilizou-se de um vasto referencial bibliográfico sobre o tema em estudo, além de entrevistas padronizadas com os moradores pioneiros em cada um dos quatro povoados da bacia. Dentre as correntes de povoamento do Maranhão podemos destacar três: a litorânea, a do interior e a dos nordestinos fugitivos da seca, sendo a terceira responsável pala ocupação da bacia. No decorrer do processo de ocupação vale destacar três momentos importantes, primeiro a abertura da BR 010, segundo o avanço de lavoura temporária com destaque para a cultura do arroz e terceiro o avanço da pecuária. Grande parte dos moradores ocupantes vieram do leste maranhense em busca de terras para a agricultura.

  18. Fotointerpretação de padrões de drenagem de bacias hidrográficas na caracterização de solos desenvolvidos de rochas eruptivas básicas no estado do Paraná Drainage pattern photointerpretation in the characterization of soils developed from basaltic rocks in the state of Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.A.M. Demattê

    1995-12-01

    Full Text Available Utilizando fotografias aéreas na escala 1:25.000, o presente trabalho teve por objetivo caracterizar os padrões da rede de drenagem, a partir de bacias hidrográficas de 3ª ordem de ramificação, em três regiões de solos desenvolvidos de rochas eruptivas básicas no Estado do Paraná. As unidades de mapeamento são: brunizem avermelhado+litossolos associados, terra roxa estruturada e latossolo roxo. A densidade de drenagem, freqüência de rios e a razão de textura média foram as propriedades mais significativas na separação dos solos das áreas, permitindo também constatar variações de drenagem dentro de uma mesma unidade de solo. Pelo teste de semelhança geométrica foi possível obter "grupos" de bacias representativas de uma mesma unidade de mapeamento. Há estreita correlação entre densidade de drenagem e índices de intemperismo dos solos.Aerial photographs in the scale of 1:25.000 were used to study the drainage network and its Quantitative and descriptive characteristics in 3 areas located in Paraná , for soils developed from basaltic rocks. The soil mapping units were the following: reddish brunizen or an argiudoll, terra roxa estruturada or a rodudalf and "roxo" latosol or an acrortox. The drainage density, river frequency and texture ratio, in watersheds were the best index for characterizing the soil unit. Also, they were useful in the separation of watersheds with inclusion of different soils. By using the geometric test, it was possible to obtain "groups" of watersheds representatives of the same soil. There was a close correlation between drainage density and weathering index, for soils developed from basaltic rocks.

  19. Caracterização física e hidráulica de solos em bacias experimentais do semiárido brasileiro, sob manejo conservacionista Hydraulic and physical characterization of soils in experimental basins of the brazilian semiarid under conservation management

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Roberto L. da Silva

    2012-01-01

    Full Text Available Para estudos de movimento da água no solo tornam-se imprescindíveis o conhecimento de suas propriedades físicas e hidráulicas e suas correlações. Ambas as propriedades têm importância fundamental no armazenamento e transporte de água, tal como, também, de nutrientes e no controle da infiltração, sendo influenciadas pelas condições de superfície do solo. Neste contexto buscou-se realizar, com o presente estudo, a caracterização físico-hídrica de solos de duas bacias experimentais (Jatobá e Mimoso/Pesqueira, PE do semiárido brasileiro, em diferentes profundidades e distintas coberturas vegetais (cobertura natural, solo descoberto, cultivo morro abaixo, palma em curva de nível e barramento de pedra com cobertura morta. Observou-se alta variabilidade da condutividade hidráulica nas camadas até 50 cm além de decaimento dos teores de areia, de matéria orgânica e da condutividade hidráulica com a profundidade, no perfil dos solos, nas bacias estudadas. Já com relação às diferentes coberturas vegetais constatou-se que não houve diferença significativa entre médias da condutividade hidráulica entre os diferentes tratamentos conservacionistas avaliados, para as profundidades estudadas.For the study involving the water movement in soil, it becomes imperative to know their physical and hydraulic properties and their correlations. Both are of fundamental importance in the storage and transport of water and nutrients and in controlling infiltration, being influenced by the conditions of the soil surface. In this context, this study aimed to perform physical and hydraulic characterization of the soil in two experimental basins (Jatoba and Mimoso/Pesqueira, PE, in the brazilian semiarid, at different depths and vegetation cover conditions (natural vegetation, bare soil, cultivation downhill, palm contour and stone micro walls with mulching. High variability of hydraulic conductivity was observed in layers up to 50 cm. Besides

  20. CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE DRENAGEM DA BACIA DO MÉDIO E BAIXO RIO MADEIRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ericson Hideki Hayakawa

    2013-09-01

    Full Text Available A caracterização da rede de drenagem atual utilizando variáveis como propriedade, padrão e morfologia, auxilia na identificação dos fatores que controlaram seu desenvolvimento na paisagem. A disponibilidade de diferentes produtos e técnicas de sensoriamento remoto potencializa estudos desse escopo, principalmente em áreas como a região amazônica, onde a obtenção de dados em campo é dificultada pela fisiografia. Este trabalho apresenta a caracterização do sistema de drenagem atual da média e baixa bacia do rio Madeira a partir de dados de sensoriamento remoto, com o intuito de verificar o registro de influência tectônica no seu desenvolvimento, especialmente em áreas de cobertura sedimentar terciária e quaternária. A integração de diferentes produtos e técnicas de sensoriamento remoto foi eficiente na caracterização da rede de drenagem atual da área de estudo. Os resultados indicam padrão de drenagem predominantemente subdendrítico-subtreliça (39.6%, seguido dos padrões subdendrítico (23.5% e treliça-subtreliça (13.8%. Grande parte das bacias que constituem a área de estudo apresenta bacias de drenagem assimétricas. Anomalias de drenagem são abundantes, sendo exemplificados pelo alinhamento de rias, rios com segmentos retilíneos alternados com segmentos fortemente meandrantes, mudanças abruptas e ortogonais de cursos e meandramento isolado. O rio Madeira apresenta segmentos retilíneos de até 35 km de extensão. A densidade de drenagem e de lineamentos morfoestruturais é menor em área de sedimentação quaternária do que em áreas do embasamento cristalino. O direcionamento dos lineamentos morfoestruturais revela comportamento similar em toda a área de estudo e independente da cobertura geológica, sendo modas direcionais para E-W, NE-SW e NW-SE as mais comuns. Os resultados sugerem que as bacias de drenagem do médio e baixo rio Madeira são controladas por estruturas tectônicas. A integração com os

  1. Estudo da poluição pontual e difusa na bacia de contribuição do reservatório da usina hidrelétrica de Funil utilizando modelagem espacialmente distribuída em Sistema de Informação Geográfica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Neves de Souza Lima

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO Este estudo avaliou o potencial poluidor da bacia de contribuição do reservatório de Funil (BCRF, localizado na bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul, considerando a geração da carga de nutrientes, nitrogênio (N e fósforo (P, por fontes pontuais e difusas, a partir de uma modelagem distribuída utilizando Sistema de Informação Geográfica (SIG. As cargas e concentrações médias anuais desses nutrientes foram geradas a partir do acoplamento de equações empíricas, em SIG, considerando informações espaciais de uso e cobertura do solo, população residente na bacia e vazão média anual de longo período, obtida por equações do tipo chuva vazão. Os resultados indicaram que 80% da carga total de nitrogênio foram provenientes de fontes pontuais e 20% de fontes difusas, enquanto que, da carga total de fósforo, 89,1% foram originadas de fontes pontuais e 10,9% de fontes difusas. As concentrações de nutrientes estimadas pelo modelo empírico apresentaram bons ajustes em relação aos valores observados de fósforo e de nitrogênio no rio Paraíba do Sul, com R²=0,96 (p<0,01 e R²=0,70 (p<0,01, respectivamente. Dessa forma, o modelo foi capaz de detectar, de forma significativa, a tendência das variações nas concentrações de nutrientes ao longo de diferentes trechos da BCRF.

  2. Avaliação da qualidade da água da bacia do rio Pirapó – Maringá, Estado do Paraná, por meio de parâmetros físicos, químicos e microbiológicos - DOI: 10.4025/actascitechnol.v30i1.3199

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Cristina Alves

    2008-05-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo monitorar a qualidade da água da bacia do rio Pirapó, principal fonte de abastecimento do município de Maringá, Estado do Paraná, e região. Foram estabelecidos cinco pontos de amostragem localizados à jusante dos principais ribeirões e córregos da bacia. A coleta das amostras foi realizada de forma pontual no ponto central da seção do rio, mensalmente, no período de abril/2005 a abril/2006. A qualidade da água foi avaliada por indicadores estabelecidos pela Resolução Conama nº 357/2005. Na avaliação dos parâmetros, foi possível indicar duas principais fontes poluidoras. A primeira é a exploração do solo, que se estende até às margens do rio, desprovida de mata ciliar, que ocasiona o transporte, principalmente, em períodos chuvosos, de sedimentos e nutrientes ao corpo d´água. A segunda é o lançamento clandestino de esgoto doméstico, apontado como o responsável pelos elevados índices de matéria orgânica e coliforme encontrados no corpo receptor.

  3. ESTUDO DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO IVAÍ, PARANÁ, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Luiz dos Santos

    2014-03-01

    Full Text Available Mediante a  aplicação da equação proposta por Kirby (1976,  aliada a levantamento das variáveis físicas  da bacia do Ivaí, este trabalho se propõe a analisar o comportamento do escoamento superficial nessa importante bacia hidrográfica do estado do Paraná. Para tanto, foram levantadas as variáveis precipitação média anual, precipitação média por evento, capacidade de campo dos solos e evapotranspiração. Essas variáveis foram  espacializadas e analisadas com o suporte das características geológicas, geomorfológicas, pedológicas e climáticas da bacia hidrográfica. O resultado da análise foi integrado, em ambiente digital, em um Sistema de informação Geográfica, fornecendo uma carta síntese das taxas de escoamento superficial da bacia. O resultado mostra que no curso inferior da bacia hidrográfica, região do Arenito Caiuá (Kr, ocorrem as maiores taxas de escoamento superficial da bacia. Tal fato é atestado pela agressiva erosão que sofrem os solos desenvolvidos sobre estas litologias na região Noroeste do estado do Paraná.

  4. Carta de fragilidade ambiental da bacia do rio Keller, Estado do Paraná: subsídio ao estudo dos processos erosivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Myriam da Silveira Reis Nakashima

    2001-05-01

    Full Text Available Este trabalho desenvolvido na bacia do rio Keller, Estado do Paraná objetiva divulgar a metodologia para o estudo da fragilidade ambiental da relação relevo-solo e dos graus de proteção pertinentes ao uso da terra/vegetação. Pretende também demonstrar a sua repercussão sobre os processos erosivos em áreas com substrato basáltico, sob interferência de clima mesotérmico úmido do (tipo cfa, cfah, da classificação de Köeppen. Fundamentada nestas constatações, propõe-se a classificação da fragilidade ambiental para a bacia do rio Keller, apoiada nas análises laboratoriais efetuadas nos horizontes dos diferentes tipos de solos, bem como nos ensaios de campo, utilizando o penetrômetro de bolso (que mede a resistência à penetração de cada um destes horizontes e o infiltrômetro de superfície e sub-superfície. Tais procedimentos levam à compreensão da fragilidade ambiental (relação relevo-solo, uso da terra/vegetação evidenciando e localizando as classes com maior potencial erosivo (mais “instáveis” e as menos susceptíveis ao desencadeamento desses processos (mais “estáveis”. Os resultados alcançados com a pesquisa demonstram: Baixa fragilidade ambiental inerente aos altos topos esculpidos no basalto amigdaloidal (0%-6% de declividade, que abrigam Latossolo Vermelho, textura argilosa, café ou cultivo temporário. Sua vinculação com as classes texturais compreendendo argila e argila pesada, com índices de infiltração muito rápidos a rápidos, que podem ocasionar processos erosivos voltados para a erosão laminar. Fragilidade média nas vertentes (de 0%-12%, 12%-20%, de declividade, detentoras de basalto amigdaloidal, com Nitossolo Vermelho ou de basalto de estrutura maciça com Neossolo Litótico. O uso da terra é caracterizado por cultivos temporários ou pastagem. Classe textural franco-argila-siltosa, franco-siltosa e índice do infiltrômetro de subsuperfície muito rápido (Neossolo Lit

  5. VULNERABILIDADE AOS IMPACTOS AMBIENTAIS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CAUAMÉ EM DECORRÊNCIA DA EXPANSÃO URBANA E USO PARA LAZER EM SUAS PRAIAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana da Silva Oliveira, Thiago Morato Carvalho

    2014-08-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve como objetivo caracterizar temporalmente o uso e cobertura da bacia hidrográfica do rio Cauamé, no ano de 2014 e análise visual para 1943 e 1975, para identificar as vulnerabilidades sócio-ambientais com base no padrão de uso destinado ao lazer nas praias do rio Cauamé. As etapas metodológicas foram baseadas em técnicas de sensoriamento remoto/geoprocessamento que foram utilizadas para a classificação do uso e cobertura da terra, perfil longitudinal, declividade e hipsometria; idas a campo, para a identificação dos pontos vulneráveis a impactos ambientais e sua caracterização. A bacia foi compartimentada com base em critérios geomorfológicos em três divisões: alta, média e baixa bacia as quais representem o alto, médio e baixo curso do rio Cauamé. Esses três compartimentos foram segmentados em quatro tipos de padrões de drenagem: retangular, paralelos, dendríticos e sub-dendríticos. Foram caracterizadas seis praias para o lazer: Praia do Caçari, Praia da Polar, Praia do Curupira, Banho da Ponte, Banho do Caranã e Banho da Cachoeirinha. Os resultados desta pesquisa ajudarão a traçar o perfíl do meio físico, como o padrão de uso e cobertura da bacia do rio Cauamé, e servir de base para a caracterização das áreas destinadas ao lazer e seus respectivos impactos ambientais. Informações importantes para o gerenciamento/planejamento urbano e de áreas úmidas, assim como compor bases iniciais do entendimento dos aspectos hidrogeomorfológicos de Roraima.

  6. Uso de imagens de satélite como suporte à estimativa da demanda hídrica na sub-bacia do Rio Urucuia, MG

    OpenAIRE

    Silva, Lorena Santos Cordeiro da

    2014-01-01

    O objetivo deste trabalho foi estimar a demanda hídrica destinada à irrigação na sub-bacia Urucuia, MG, utilizando dados de sensoriamento remoto e comparar os resultados obtidos com a disponibilidade hídrica da sub-bacia. Para estimativa da demanda hídrica foi calculada a evapotranspiração de referência a partir dos dados coletados da Plataforma de Coleta de Dados (PCD) do município de Santa Fé de Minas e, posteriormente, foi calculada a evapotranspiração das culturas existentes na área. Atra...

  7. Caracterização fisiográfica da bacia hidrográfica do Alto Rio Jamanxim, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Getulio Teixeira Batista

    2007-06-01

    Full Text Available O presente trabalho objetivou delimitar, codificar e caracterizar as sub-bacias formadoras da bacia hidrográfica do Alto Rio Jamanxim, assim como, quantificar as áreas desflorestadas e a extensão da malha viária em sua área de drenagem, para os anos de 1999 e 2005. Para o desenvolvimento do trabalho foram utilizados dados referentes às “ottobacias”, hidrografia, rodovias, modelo digital de elevação (MDE e quatro imagens do sensor Tematic Mapper do satélite Landsat-5 (TM/Landsat-5 dos anos de 1999 e 2005. Com base em um modelo hidrológico gerado a partir do Modelo Digital de Elevação (MDE da bacia, na escala de 1:250.000, foi delimitada sua área de drenagem, bem como calculados seus parâmetros hidrológicos. Como resultado foram delimitadas e caracterizadas nove ottobacias na área de estudo, codificadas até o nível 5 (44291 a 44299. Em relação às atividades antrópicas na área da bacia foram identificadas as áreas desflorestadas até os anos de 1999 (635km2, correspondentes a 11% da área da bacia e de 2005 (1.257km2 representando cerca de 21% da área total da bacia. Houve um incremento de desflorestamentos, entre as duas datas investigadas, de 622km2, ou seja, 98 % de aumento. Quanto à malha viária, foi mapeada uma extensão total de 1.685km até 1999 e de 3.638km até julho de 2005, o que representou um incremento de 116% na extensão das estradas abertas no período de 6 anos.

  8. Análise da Fragilidade e Vulnerabilidade Natural dos Terrenos aos Processos Erosivos como Base para o Ordenamento Territorial: o Caso das Bacias do Córrego Carioca, Córrego do Bação e Ribeirão Carioca na Região do Alto Rio das Velhas-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clibson Alves dos Santos

    2008-10-01

    Full Text Available As bacias do Córrego Carioca, do Córrego do Bação e do Ribeirão do Carioca fazem parte da bacia do rio Itabirito, tributário no alto rio das Velhas, afluente do Rio São Francisco. Essa região é marcada por intensos processos erosivos, decorrentes do uso inadequado dos solos. Sendo evidenciados diversos conflitos de uso dos terrenos e recursos hídricos, devido ao desenvolvimento da atividade minerária, das atividades industriais, das práticas agropastoris, da crescente ocupação urbana e da expansão imobiliária por condomínios residenciais de classe alta. Nesse trabalho, analisou-se a susceptibilidade natural dos terrenos aos processos erosivos, tendo como base as unidades geomorfológicas definidas por Santoset al. (2006 e os métodos propostos por Crepani et al. (1996; 2001 e Ross (1992; 1994; 2000, visando contribuir no processo de planejamento ambiental e ordenamento territorial dessa região. Os resultados hierarquizam a área segundo o grau de fragilidade e vulnerabilidade aos processos erosivos, que associadas às análises realizadas no presente estudo, constituem-se em ferramentas orientativas no processo de ordenamento territorial das bacias hidrográficas estudadas.

  9. GOEMORFOLOGIA FLUVIAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DE ONDAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ossifleres Silva Damasceno

    2011-10-01

    Full Text Available Os estudos de Geomorfologia Fluvial para analise de Bacias Hidrográficas vêm tendo nos últimos tempos grande importância, tanto para se conhecer as características de determinadas bacias como para se planejar o uso de tais recursos. Neste sentido, este trabalho foi efetuado no intuito de somar aos estudos anteriormente executados nessa bacia, levantando algumas características geomorfológicas, o uso e ocupação atual. Palavras-chaves: geomorfologia fluvial, hidrografia, agricultura irrigada.

  10. Análise climática da Bacia Hidrográfica do Rio Mamanguape

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elydeise C. A. dos Santos

    2015-01-01

    Full Text Available A precipitação no Nordeste brasileiro apresenta grande variabilidade, motivo pelo qual o monitoramento dos períodos secos e chuvosos se faz necessário, haja vista ser imprescindível para garantir o gerenciamento adequado dos recursos hídricos. Neste sentido foi utilizado o Índice de Anomalia de Chuva a fim de monitorar os períodos secos e chuvosos e suas intensidades. Utilizaram-se dados de 31 postos distribuídos ao longo da Bacia Hidrográfica do Rio Mamanguape com série histórica de 18 anos (de 1994 a 2011. Dentro de cada ano foram observados dois períodos distintos, um período úmido, que vai de março a agosto e um período seco, que se estende de setembro a fevereiro. Esta pesquisa apresenta a climatologia espacial da bacia, a qual evidenciou três regiões distintas, sendo a primeira a região leste, a segunda é a região central e a terceira é a região oeste. Por fim, foram efetuadas projeções de redução e aumento da precipitação em 20% sobre o valor atual obtido a partir da série histórica, como recomendado pelo IPCC (2001; foi possível, desta forma, projetar futuras variações climáticas na região da bacia as quais são passíveis de alterar, de maneira significativa, seu aporte hídrico.

  11. VULNERABILIDADE AOS IMPACTOS AMBIENTAIS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CAUAMÉ EM DECORRÊNCIA DA EXPANSÃO URBANA E USO PARA LAZER EM SUAS PRAIAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana da Silva Oliveira

    2015-09-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve como objetivo caracterizar temporalmente o uso e cobertura da bacia hidrográfica do rio Cauamé, no ano de 2014 e análise visual para 1943 e 1975, para identificar as vulnerabilidades sócioambientais com base no padrão de uso destinado ao lazer nas praias do rio Cauamé. As etapas metodológicas foram baseadas em técnicas de sensoriamento remoto/geoprocessamento que foram utilizadas para a classificação do uso e cobertura da terra, perfil longitudinal, declividade e hipsometria; idas a campo, para a identificação dos pontos vulneráveis a impactos ambientais e sua caracterização. A bacia foi compartimentada com base em critérios geomorfológicos em três divisões: alta, média e baixa bacia as quais representem o alto, médio e baixo curso do rio Cauamé. Esses três compartimentos foram segmentados em quatro tipos de padrões de drenagem: retangular, paralelos, dendríticos e sub-dendríticos. Foram caracterizadas seis praias para o lazer: Praia do Caçari, Praia da Polar, Praia do Curupira, Banho da Ponte, Banho do Caranã e Banhoda Cachoeirinha. Os resultados desta pesquisa ajudarão a traçar o perfíl do meio físico, como o padrão de uso e cobertura da bacia do rio Cauamé, e servir de base para a caracterização das áreas destinadas ao lazer e seus respectivos impactos ambientais. Informações importantes para o gerenciamento/planejamento urbano e de áreas úmidas, assim como compor bases iniciais do entendimento dos aspectos hidrogeomorfológicos de Roraima.

  12. Compartimentação geomorfológica da bacia hidrográfica do rio Itu – Oeste do Rio Grande do Sul - Brasil / Geomorphological Compartmentation the Itu River Basin – West of Rio Grande do Sul - Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romario Trentin, ,

    2012-04-01

    Full Text Available A geomorfologia utiliza a identificação das formas de relevo, por meio de estudo de sua origem, estrutura, natureza das rochas, clima e dos fatores endógenos e exógenos responsáveis pelo modelado ou formação de determinados elementos da superfície terrestre. Neste sentido, estabeleceu-se uma proposta de compartimentação geomorfológica da bacia hidrográfica do Rio Itu. Como base metodológica do trabalho, utilizou-se a proposta de Ross (1990, 1992, os mapas e as discussões apresentadas por Robaina et. al (2010 no estudo da bacia hidrográfica do Rio Ibicui. No levantamento cartográfico, adotaram-se cartas topográficas 1:50.000, imagens de satélite e trabalhos de campo. Foram determinados os atributos da rede de drenagem, as características do relevo, o substrato geológico e os tipos de solos. A integração dos dados e a compilação dos mapas permitiram a definição dos diferentes níveis taxonômicos. Nos três primeiros níveis de compartimentação, utilizou-se, como base, a bacia hidrográfica do Rio Ibicuí. A partir do quarto nível taxonômico, estabeleceram-se as unidades geomorfológicas especificamente para a bacia hidrográfica do Rio Itu (BHRI, onde foram definidas oito unidades de formas de relevo: Colinas de arenito, Morrotes de arenito, Cornijas de arenito, Rampa alúvio colúvio, Colinas vulcânicas de topo plano, Relevo escarpado, Morrotes de rocha vulcânica e Colinas de rocha vulcânica. No quinto e sexto níveis, são apresentadas as formas das vertentes e as feições características das unidades de relevo, sendo mais frequentes as curvaturas retilíneo-convergentes e as feições de areias e voçorocas. A análise geomorfológica apresenta elementos fundamentais ao gerenciamento do meio e, portanto, é uma ferramenta indispensável ao planejamento ambiental.

  13. COMPARTIMENTAÇÃO FLUVIOMORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CHAPECÓ, PRIMEIRA APROXIMAÇÃO.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaela Harumi Fujita

    2017-08-01

    Full Text Available O intuito desse trabalho foi compartimentar a bacia hidrográfica do rio Chapecó a partir de análises fluviomorfométricas, delineadas no perfil longitudinal e aplicação do índice de Hack ( gradient index. A área de estudo faz parte do sistema fluvial Uruguai e está localizada no Planalto das Araucárias, integralmente no estado de Santa Catarina. O rio Chapecó possui uma extensão de 425 km e altitudes que variam de 1300 a 240 m, ao longo de seu perfil longitudinal apresenta trechos em equilíbrio e desajustes fluviais de ascensão e subsidência e várias rupturas de declive, que representam grande interesse geoturístico. Foram identificadas anomalias de 1ª e 2ª ordem ambas relacionadas a forte influencia estrutural. A presença das anomalias de 1ª ordem nas regiões de saltos e cachoeiras, somadas as áreas de solos mais espessos remetem a processos neotectônicos. Como primeira aproximação a bacia do rio Chapecó foi dividida em 3 compartimentos C1, C2 e C3, sendo C1 e C3 blocos ascendentes e C2 um bloco subsidente. 

  14. PAISAGEM E FRAGILIDADE AMBIENTAL NATURAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO SÃO LOURENÇO, ITUIUTABA/PRATA – MG

    OpenAIRE

    Giliander Allan da Silva; Rildo Aparecido Costa

    2011-01-01

    Este estudo tem como objetivo principal caracterizar e avaliar a fragilidade ambiental natural da Bacia Hidrográfica do Ribeirão São Lourenço, localizada nos municípios de Ituiutaba e Prata, no Triângulo Mineiro. Como aporte metodológico optou-se pelos sistemas de referências preconizados por Ross (1994) que evidencia os princípios de Unidades Ecodinâmicas, baseado no conceito de Ecodinâmica elaborado por Tricart (1977). Para obter a fragilidade ambiental natural da bacia hidrográfica, utiliz...

  15. A geometria fractal da rede de drenagem da bacia hidrográfica do Caeté, Alfredo Wagner-SC

    OpenAIRE

    Vestena,Leandro Redin; Kobiyama,Masato

    2010-01-01

    Os objetivos deste trabalho foram estimar e avaliar a dimensão fractal da rede de drenagem da bacia hidrográfica do Caeté, em Alfredo Wagner, SC, a partir de diferentes métodos, com o propósito de caracterizar as formas geomorfológicas irregulares. A rede de drenagem apresenta propriedades multifractais. As dimensões fractais para os segmentos individuais (df) e para a rede de drenagem inteira (Df) foram determinadas por métodos que se fundamentaram nas razões de Horton e pelo método da conta...

  16. A paleoictiofauna da Formação Missão Velha, Cretáceo Inferior da Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Camila David Cupello

    2011-01-01

    A Bacia sedimentar do Araripe é uma das mais ricas localidades fossilíferas do mundo e representa algumas das principais fases da evolução tectônica ligadas ao processo de abertura do Atlântico Sul. Essa bacia se subdivide em dois pacotes estratigráficos distintos: o Grupo Cariri (constituído pelas formações Cariri, Missão Velha e Rio Batateiras) e o Grupo Araripe (constituído pelas formações Crato, Ipubi, Santana e Exu). No caso do Grupo Cariri, apenas a Formação Missão Velha (= Brejo Santo ...

  17. Estudo da conceituação e implementação de vias sanitárias em Belém: o caso da bacia de drenagem Estrada Nova

    OpenAIRE

    LIMA, Henrique Nazareno Santos

    2004-01-01

    Busca aperfeiçoar um conceito utilizado na engenharia sanitária aplicado a princípios de projetos de vias marginais de canais, pequenas vielas de dificil acesso e vias que conduzem coletores troncais do sistema de esgoto sanitário chamado de via sanitária. Utiliza um estudo de caso na cidade de Belém: a bacia da Estrada Nova, caracterizando seu funcionamento e relacionando-os com a situação urbanística dos bairros contidos no território da bacia, a partir da legislação de uso e controle da oc...

  18. Manejo da fertirrigação e controle da salinidade do solo sob ambiente protegido, utilizando-se extratores de solução do solo

    OpenAIRE

    Dias,Nildo da S.; Duarte,Sergio N.; Gheyi,Hans R.; Medeiros,José F. de; Soares,Tales M.

    2005-01-01

    Com o objetivo de avaliar o uso de extratores de soluções do solo no auxílio ao manejo da fertirrigação e no controle da salinidade em solo cultivado com melão rendilhado, conduziu-se um estudo em ambiente protegido na área experimental do Departamento de Engenharia Rural da ESALQ/USP, localizada no município de Piracicaba, SP. Os tratamentos se compunham da combinação de dois fatores: 6 níveis de salinidade inicial do solo (S1 = 1,0; S2 = 2,0; S3 = 3,0; S4 = 4,0; S5 = 5,0 e S6 = 6,0 dS m-1) ...

  19. DIAGNÓSTICO DA EXPANSÃO AGROPECUÁRIA NA BACIA DO RIO UBERABA, VERÍSSIMO – MG, UTILIZANDO-SE DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alisson Mendonça de Almeida

    2013-07-01

    Full Text Available Esta monografia objetiva apresentar o diagnóstico agropecuário na bacia do rio Uberaba dentro do município de Verissimo – MG. O espaço temporal deste diagnóstico ambiental compreendeu o período de 1975 a 2010. Para isto, elaboraram-se os mapas de uso e ocupação do solo através dos softwares ENVI 4.0 e Idrisi The Andes 15.0 onde, pelo comando do Land Change Modeler- LCM fez-se uma previsão para o ano de 2050da degradação ambiental. O LCM mostra projeções estimadas de redução de aproximadamente 70% na área de mata nativa provocada pelo avanço das atividades agropecuárias. O aumento na área de mata nativa comprovada em 2010, se deve ao fato, da recomposição vegetal em áreas de maior declividade, ou seja, são áreas, em que o emprego de máquinas agrícolas se torna inviáveis, pois topograficamente são regiões de relevo montanhoso. Os mapas de ganhos e perdas na agricultura e na pastagem e também o mapa da transição da agricultura para pastagem, revelam que a pecuária foi a atividade econômica que mais se alastrou na bacia do rio Uberaba no município de Veríssimo-MG.

  20. MAPEAMENTO HIDROGRÁFICO DE DETALHE E ANÁLISE MORFOMÉTRICA COMPARATIVA DAS BACIAS DOS RIOS TIJUÍPE E TIJUIPINHO, LITORAL SUL DA BAHIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Enrico Salamim Fonseca Spanghero

    2015-03-01

    Full Text Available Este artigo teve como objetivo elaborar um mapeamento hidrográfico de detalhe e análise morfométrica comparativa das bacias dos rios Tijuípe e Tijuipinho, situadas no litoral sul da Bahia. Para tal, foram realizadas análises por meio de fotointerpretação, sensoriamento remoto e pesquisas de campo, nos quais restituímos as redes hidrográficas e delineamos os divisores de água das bacias, processando estas informações em um Sistema de Informação Geográfica (SIG, que utilizamos na edição dos mapas e na leitura digital dos dados lineares, de superfície e altimétricos. No geral, constatou-se que a área da bacia do Tijuípe é de 74,66 km2, enquanto que a área do Tijuipinho é de 41,27 km2 e possuem densidade de drenagem de 3,74 km de canais/km² para a bacia do Tijuípe e 2,67 km de canais/km² para a bacia do Tijuipinho. Constatou-se que as bacias estudadas possuem formas relativamente alongadas, influenciadas pelos lineamentos estruturais da região que determinaram a formação de dois vales paralelos, o do Tijuípe e do Tijuipinho, na direção SO-NE. Conclui-se que a abordagem apresentada tenha o potencial de orientar a demarcação de importantes mananciais e de áreas de recarga dos aquíferos, bem como a delimitação de áreas sujeitas a desequilíbrios morfodinâmicos.

  1. COMPARTIMENTAÇÃO MORFOMÉTRICA DA BACIA DO RIO COCO COMO SUBSÍDIO A ANÁLISE DE FRAGILIDADE AMBIENTAL

    OpenAIRE

    Almeida, Rejane Freitas Benevides; Bayer, Maximiliano; Ferreira Júnior, Laerte Guimarães

    2016-01-01

    Resumo O presente estudo teve como objetivo realizar a compartimentação morfométrica da Bacia Hidrográfica do Rio Coco. Para tanto, foi realizada a digitalização manual da hidrografia na escala 1:5.000 no ArcGis 10.1 a partir de imagens do satélite RapidEye, sendo utilizada a metodologia proposta por Strahler (1952) para a hierarquização da rede de drenagem. A compartimentação da bacia foi realizada no ArcGis 10.1 com base em análises da drenagem na paisagem (hidrografia e relevo). Foram defi...

  2. Mapeamento e análise do uso e ocupação do solo na bacia do rio vieira no município de Montes Claros/MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Aparecida Moreira

    2014-10-01

    Full Text Available Com o uso das geotecnologias é possível identificar o potencial que evoluem as mudanças temporais de um espaço físico-territorial. No presente trabalho buscou-se avaliar as mudanças do uso e ocupação do solo na Bacia do Rio Vieira entre um espaço temporal de três anos. Para a verificação das alterações ocorridas do mapeamento realizado por Leite et al. (2011, foi utilizado a mesma base metodológica para o ano de 2012, com classificação supervisionada, pixel a pixel, algoritmo de  máxima verossimilhança (MAXVER e limiar de aceitação de 99,99%, sendo definidas as seguintes classes; área urbana, cultura agrícola, mineração, recursos hídricos, pastagem, silvicultura, vegetação natural e outros. Dentre as mudanças sofridas por essa bacia no intervalo de três anos, pode-se perceber aumento de uso do solo para atividade minerária e de silvicultura, além de contínuo uso para pastagem, uma vez que a região tem a agropecuária como uma atividade economicamente representativa.

  3. ANÁLISE DA INFLUÊNCIA LITOLÓGICA E ESTRUTURAL A PARTIR DE MÉTODOS MORFOMÉTRICOS EM SEGMENTOS DE DRENAGEM NA PORÇÃO CIMEIRA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JEQUITINHONHA, MG

    OpenAIRE

    Fabrício Antonio Lopes; Danielle Piuzana Mucida; Valdiney Amaral Leite; Alcione Rodrigues Milagres

    2016-01-01

    O estudo do padrão de drenagem da porção cimeira da bacia hidrográfica do Jequitinhonha foi realizado neste trabalho tendo como objetivos: a) Correlacionar as direções dos canais fluviais e respectivas ordens hierárquicas às estruturas geológicas regionais; b) Verificar o grau de influência dos aspectos litológicos e estruturais no padrão de drenagem da bacia e; c) Identificar estruturas que atuam como níveis de base locais em perfis longitudinais. Foram empregadas análises quantitativas de t...

  4. Caracterização hidrológica e geomorfológica dos afluentes da Bacia do Rio Araguaia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samia Aquino

    2009-11-01

    Full Text Available O conhecimento do comportamento hidrológico e geomorfológico da bacia do Araguaia têm avançado significativamente nos últimos anos. Porém, dados essenciais para o entendimento do sistema e para o planejamento de recursos hídricos, como são as estimativas de aportes líquidos anuais dos tributários não foram obtidos. Neste artigo se organizou uma regionalização baseada na geologia e geomorfologia dominantes das bacias dos afuentes, se caracterizou o funcionamento hidrológico geral dos mesmos e com as 11 estações dos tributários disponíveis para toda a bacia se calculou uma curva de correlação entre as variáveis área de drenagem e vazão. Devido à falta de estações fluviométricas no baixo curso dos afluentes, se estimaram os aportes líquidos médios anuais dos mesmos por meio da utilização de área de drenagem na foz dos tributários. Foram calculados posteriormente, os aportes correspondentes para a alta, média e baixa bacia. Estes valores estimados da curva foram confrontados com os dados existentes nas principais estações hidrológicas localizadas no canal principal do Araguaia (9 estações. O Alto curso tem uma representatividade de 10,4% do fluxo da bacia. O médio Araguaia contribui com 77,5% da descarga total e o baixo Araguaia contribui com 12,06% da vazão da bacia. A respeito da entrada por margens, os afluentes da margem esquerda contribuem com 179.363,88 km2 e uma vazÃo média anual de 2.785,13 m3/s enquanto os da margem direita aportam 3.223,28 m3/s de vazão média anual drenando uma totalidade de 204.635,56 km2.

  5. Produção Offshore na Bacia de Campos (RJ: a perspectiva da Psicologia do Trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre de Carvalho Castro

    2013-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é examinar a dinâmica psicológica dos trabalhadores offshore da Bacia de Campos (RJ. A técnica de grupo focal, enquanto metodologia de base qualitativa, foi utilizada para explorar opiniões, percepções, conceitos, atitudes e valores dos petroleiros. Seis grupos focais consistiram no procedimento metodológico por meio do qual foram colhidas informações sobre as condições de trabalho embarcado. RESULTADOS: A análise do processo de trabalho em plataformas marítimas, com sua variabilidade e dificuldade, segundo a perspectiva da Psicologia do Trabalho, evidenciou que o tempo de trabalho, a vida e os ganhos dos trabalhadores são ambíguos, assimétricos e dissociados.

  6. Fatores intervenientes no processo de enquadramento: o caso da bacia hidrográfica do Rio Verde

    OpenAIRE

    Mundim, Rodrigo Antônio di Lorenzo

    2011-01-01

    A gestão de recursos hídricos vem sendo aplicada no Brasil, de períodos anteriores ao Código das Águas de 1934, porém, somente em 1997 com a promulgação da Lei 9433 os instrumentos de gestão foram instituídos. Foram estabelecidos seis instrumentos, no qual dois são voltados para o planejamento dos usos das águas, sendo o enquadramento de corpos de água, um destes instrumentos e ele o objeto de estudo desta dissertação. A escolha pela análise do enquadramento das águas superficiais da bacia do...

  7. CARACTERIZAÇÃO MORFOESTRUTURAL DO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JAGUARIBE, CEARÁ-BRASIL

    OpenAIRE

    Mickaelle Braga da Silva; Rubson Pinheiro Maia

    2017-01-01

    O presente trabalho propõe uma análise morfoestrutural do alto curso da bacia hidrográfica do rio Jaguaribe, Ceará-Brasil, através da relação litologia/drenagem/relevo. A análise baseou-se em levantamentos bibliográficos e cartográficos; na aplicação de técnicas de geoprocessamento e tabulação e análise dos dados. Dentre os produtos de sensoriamento remoto disponíveis para a área, destacam-se os dados Shuttle Radar Topography Mission-SRTM, com resolução espacial de 30 metros. Este produto com...

  8. Caracterização hidroambiental da bacia hidrográfica do rio Debossan, Nova Friburgo, RJ Enviromental characterization of Debossan river watershed, Nova Friburgo, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christiany Araujo Cardoso

    2006-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi caracterizar o comportamento hidrológico, o volume de entrada e saída de água da bacia hidrográfica do rio Debossan, onde se localiza uma importante estação de captação de água, administrada pela Concessionária de Águas e Esgotos de Nova Friburgo LTDA. (CAENF, inserida na Reserva Ecológica de Macaé de Cima, Município de Nova Friburgo, Rio de Janeiro. Para isso, foram obtidos dados de vazão e precipitação diários do período de janeiro de 2002 a dezembro de 2004. A partir desses dados, foram calculados alguns parâmetros hidrológicos, como vazão específica e deflúvio. A precipitação média observada nos três anos foi de 2.163 mm, sendo que os meses de dezembro/2002 e janeiro/2003 apresentaram os máximos valores. A vazão média anual no período foi de 0,86 m³/s, apresentando o mês de dezembro de 2002 com maior índice e setembro de 2004 com o menor. O balanço hídrico, em termos médios anuais nos três anos de medições, apresentou uma evapotranspiração de 1.923,04 mm, equivalendo a 88% da precipitação convencional. Pode-se dizer que o ecossistema florestal exerce efeito tamponante sobre a quantidade de água da bacia hidrográfica, mantendo uma grande vazão nos meses de menor pluviosidade. Ao analisar a relação entre a entrada de água na bacia, o uso atual do solo e a quantidade de água produzida, concluiu-se que uma bacia hidrográfica bem preservada tem fundamental importância na manutenção constante da vazão ao longo do ano, além da visível participação na qualidade da água.The objective of this work was to characterize the hydrological behavior and the volume of water entering and leaving the Debossan river watershed, where an important water captation plant is situated, managed by the Nova Friburgo Water and Sewage Treatment Company LTDA (CAENF, within the 'Macaé de Cima' Ecological Reserve, Nova Friburgo-RJ. Data of daily flow and precipitation were collected

  9. Historical land-cover/use in different slope and riparian buffer zones in watersheds of the state of São Paulo, Brazil Cobertura vegetal em diferentes usos do solo e declividades do terreno em bacias hidrográficas do estado de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Marco da Silva

    2007-08-01

    relação entre a cobertura do solo e a declividade do terreno também foram investigadas. Um segundo objetivo foi estimar a proporção relativa de vegetação ripária considerando-se uma faixa de 30 metros em relação às margens dos corpos d'água. As três principais questões científicas deste artigo foram: i Qual é a cobertura dominante do solo nas bacias hidrográficas abordadas? ii As vegetações ripárias encontram-se bem preservadas ripária nas faixas dos 30 metros? Em caso negativo, iii Qual é a cobertura do solo dominante nessas áreas? A cobertura do solo predominante nas bacias hidrográficas são as pastagens, ocorrendo em quase 50% de toda a área investigada. Seguem-se as plantações de cana-de-açúcar (14% como sendo as coberturas do solo mais importantes. Aproximadamente metade da área das sete bacias foi considerada plana (40% ou suavemente ondulada (10%. A área ripária considerando-se uma largura de 30 metros em relação às margens dos corpos d'água ocupa uma área aproximada de 6.200 km². Deste total, somente 25% encontram-se bem preservadas. Dentre as culturas, as pastagens ocupam a maior área na zona ripária. Nas bacias dos rios Moji-Guaçu e Piracicaba a cana-de-açúcar é a principal cultura invasora da zona ripária.

  10. Relação entre uso do solo e comportamento hidrológico na Bacia Hidrográfica do Ribeirão João Leite Relationship between land use and hydrological behavior in the 'Ribeirão João Leite' watershed

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo H. M. dos Santos

    2010-01-01

    Full Text Available O comportamento hidrológico de bacias hidrográficas decorre principalmente da variabilidade dos processos climáticos e do uso do solo. A Bacia do Ribeirão João Leite constitui-se no principal manancial de abastecimento de Goiânia e, recentemente, foram verificadas intensas modificações no uso do solo e disponibilidade de água. Neste contexto, teve-se como objetivo classificar o uso do solo entre 1979 e 2005 e realizar a associação do escoamento com o uso do solo e a variabilidade pluviométrica. Para isto, se utilizaram imagens Landsat dos anos de 1979, 1989, 1997 e 2005, além de dados fluviométricos e pluviométricos disponibilizados pela Agência Nacional de Águas (ANA. O uso do solo foi marcado pelo desmatamento de 17,8% da vegetação nativa, expansão das áreas de urbanização e agricultura em 6,6 e 15,2%, respectivamente, e pela expressiva área de pastagens. Constatou-se tendência de redução no escoamento explicada, em parte, pela redução do regime de chuvas; contudo, devido ao expressivo aumento da água captada e à ausência de registros históricos, houve dificuldade na associação qualitativa entre o escoamento e o uso do solo, apesar de serem gerados modelos por regressão linear com coeficientes de determinação (R² acima de 0,75.The hydrological behavior of watersheds derives mainly from climate variability and land use. The 'Ribeirão João Leite' watershed is the main sourse of water supply in Goiânia city, and recently intense modifications were observed in the land use and availability of water. In this context, this work proposes to classify the land use between 1979 and 2005 and establish the association of the runoff with the land use and climate variability. For this, Landsat images from the years 1979, 1989, 1997 and 2005 were used as well as flow and rainfall data provided by the Agência Nacional de Água (ANA. The land use was marked by 17.8% of deforestation, expansion of the urbanization and

  11. AVALIAÇÃO DA FRAGILIDADE NO SISTEMA DE DRENAGEM PLUVIAL URBANA: O CASO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO DAS MELANCIAS EM MONTES CLAROS – MG

    OpenAIRE

    Santos Júnior, Valdevino José dos

    2014-01-01

    A fragilidade de um sistema baseia-se em diferentes preceitos, podendo ser utilizada como diretiva em políticas públicas, visando o planejamento, o gerenciamento e a tomada de decisões. Neste sentido, o presente estudo tem por objetivo avaliar a fragilidade na bacia hidrográfica do córrego das Melancias por meio da aplicação do Índice de Fragilidade do Sistema – IFS sob o sistema de drenagem pluvial urbana da referida bacia, se atentando a: i) identificar os elementos e as possíveis falhas d...

  12. Classificação De Bacias De Drenagem Do Alto Jequitaí (Minas Gerais A Partir Da Análise De Principais Componentes E Análise De Grupos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robson Veloso Ribeiro Sodré

    2007-12-01

    Full Text Available Esse artigo objetiva aplicar a análise multivariada para a descrição e classificação dos dados morfométricos de bacias de drenagem. A metodologia pode ser subdividida em quatro etapas: (a elaboração do Modelo Digital de Terreno (MDT hidrologicamente correto, (b delimitação dos limites da bacia a partir do MDT de acordo com a ordem fluvial de Strahler, (c determinação dos atributos morfométricos da bacia de drenagem, e (d análise multivariada (análise fatorial e análise de grupos. A elaboração do MDT considerou os seguintes procedimentos: preenchimento de depressões, aprofundamento da rede de drenagem, direção de fluxo e determinação do fluxo acumulado. As medidas morfométricas das bacias incluíram nove fatores: elevação (média, ponto mais alto e mais baixo, amplitude de elevação (diferença entre o ponto mais alto e baixo na bacia, declividade, curvatura, área, perímetro e índice de circularidade. A análise multivariada foi utilizada para simplificar e organizar a grande quantidade de dados. Como resultados foram encontradas 1.773 bacias de primeira ordem fluvial. 536 de segunda ordem fluvial e 136 de terceira ordem fluvial. A ACP reduziu os atributos morfométricos das bacias de drenagem em três componentes principais, com alta percentagem da variância original. A análise de cluster aglutinou as bacias com padrões morfológicos similares. A classificação das bacias apresenta as unidades geomorfológicas com forte controle geológico.

  13. Tendências temporais e espaciais da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, estado de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Laura Cerqueira Trindade

    Full Text Available RESUMO Este artigo apresenta uma análise da tendência temporal e espacial da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, inserida na bacia do Rio São Francisco, em Minas Gerais, Brasil. Foram analisados 16.625 dados coletados no período de 2002 a 2011 pelo programa de monitoramento de qualidade das águas superficiais efetuado pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam. Testes estatísticos, multivariados e não paramétricos foram utilizados para avaliar 11 variáveis físicas, químicas e microbiológicas de 29 estações de monitoramento. Os resultados das análises de tendência Mann-Kendall/Sazonal de Mann-Kendall sugeriram que a maioria dos cursos d'água da região apresentam valores estáveis das variáveis ao longo do período estudado, com maiores alterações associadas a coliformes termotolerantes, demanda bioquímica de oxigênio (DBO, nitrato e índice de qualidade das águas (IQA, principalmente nas proximidades dos grandes centros urbanos. A análise de Cluster definiu três grandes grupos de estações de monitoramento, agrupadas segundo a qualidade de suas águas, correspondentes aos níveis de alta poluição, poluição moderada e baixa poluição. No entanto, ao longo de toda a sub-bacia, foi observada a degradação da qualidade da água durante o período estudado, principalmente relacionada ao lançamento de esgotos domésticos. Uma importante constatação foi a alteração da qualidade da água no baixo Rio das Velhas, apontada pela tendência de redução do IQA em estações localizadas nessa região, o que merece atenção dos órgãos governamentais para ações de manejo.

  14. Tendências temporais e espaciais da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, estado de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Laura Cerqueira Trindade

    2016-10-01

    Full Text Available RESUMO Este artigo apresenta uma análise da tendência temporal e espacial da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, inserida na bacia do Rio São Francisco, em Minas Gerais, Brasil. Foram analisados 16.625 dados coletados no período de 2002 a 2011 pelo programa de monitoramento de qualidade das águas superficiais efetuado pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam. Testes estatísticos, multivariados e não paramétricos foram utilizados para avaliar 11 variáveis físicas, químicas e microbiológicas de 29 estações de monitoramento. Os resultados das análises de tendência Mann-Kendall/Sazonal de Mann-Kendall sugeriram que a maioria dos cursos d'água da região apresentam valores estáveis das variáveis ao longo do período estudado, com maiores alterações associadas a coliformes termotolerantes, demanda bioquímica de oxigênio (DBO, nitrato e índice de qualidade das águas (IQA, principalmente nas proximidades dos grandes centros urbanos. A análise de Cluster definiu três grandes grupos de estações de monitoramento, agrupadas segundo a qualidade de suas águas, correspondentes aos níveis de alta poluição, poluição moderada e baixa poluição. No entanto, ao longo de toda a sub-bacia, foi observada a degradação da qualidade da água durante o período estudado, principalmente relacionada ao lançamento de esgotos domésticos. Uma importante constatação foi a alteração da qualidade da água no baixo Rio das Velhas, apontada pela tendência de redução do IQA em estações localizadas nessa região, o que merece atenção dos órgãos governamentais para ações de manejo.

  15. A conservationist approach on environmental diagnosis of ground use in the Iguatemi river basin, Mato Grosso do Sul State, Brazil=Enfoque conservacionista no diagnóstico ambiental do uso do solo na bacia do rio Iguatemi, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antonio Gomes Souto

    2012-07-01

    Full Text Available Landscape Ecology is a contemporary approach in conservation studies in which, coupled to the development and use of GIS-based tools, provides new methods for the analysis of forest fragments. Based on these new approaches, the environmental assessment of ground use in the Iguatemi river basin Mato Grosso do Sul State, Brazil is provided through conservation-based flora and ecology aspects. A regional map of ground use with field-collected data using Rapid Ecological Assessment methodology and digital satellite images was prepared. AER analysis showed a highly impacted region featuring intense transformation in ground use with a conversion of 87% of native forest into grazing and agriculture land. The general situation is inconsistent with APA guidelines, the conservationist unit which operates in the river basin. PPAs’ recovery, erosion control and adjustment to current environmental regulations are mandatory.A Ecologia de Paisagem é uma abordagem atual nos estudos conservacionistas que, aliada ao desenvolvimento e uso de ferramentas baseadas em SIG, proporciona novas metodologias de análise de fragmentos florestais. Baseado nessas novas abordagens, o objetivo do estudo foi realizar o diagnóstico ambiental do uso do solo na bacia do rio Iguatemi, Estado do Mato Grosso do Sul, utilizando aspectos florísticos e ecológicos com um foco conservacionista. Pelos dados coletados, em campo utilizando metodologia da Avaliação Ecológica Rápida e imagens de satélite tratadas digitalmente, foi elaborado um mapa de uso do solo da região. A análise da AER indicou uma região intensamente antropizada com a conversão de 87% de floresta nativa em área de uso antrópico, como pastagem e agricultura. A situação geral não condiz com as diretrizes de uma APA, unidade de conservação na qual está inserida toda a bacia. Há necessidade de recuperação de APPs, controle de erosão e adequação quanto à legislação ambiental vigente.

  16. Zoneamento do potencial agrícola dos solos de uma área de cultivo na Zona da Mata de Pernambuco / Zoning of the agricultural potential of the soil at a cultivation area in the region “Zona da Mata” of Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manuella Vieira Barbosa Neto

    2017-11-01

    Full Text Available A bacia do rio Natuba é um importante polo de produção de hortaliças para o abastecimento, sobretudo, da zona metropolitana do Recife. O planejamento racional do uso das terras nesta bacia se faz necessário para assegurar a conservação deste recurso. Este trabalho objetivou realizar o zoneamento da aptidão agrícola das terras do médio curso da bacia do rio Natuba – PE, considerando o emprego da média (manejo B e alta (manejo C tecnologias. A análise baseou-se nos critérios: deficiência de fertilidade, deficiência de água, excesso de água, suscetibilidade à erosão e impedimentos à mecanização. Os resultados indicaram que as formas de uso conservacionistas, mais recomendados são a pastagem plantada e lavouras, de forma restrita, no manejo B. A possibilidade de utilização do solo no manejo C se restringe à unidade dos Latossolos, posicionada em áreas de topo, e dos Gleissolos no ambiente de várzea. O uso atual praticado na área de estudo, somente, em parte está em conformidade com a aptidão agrícola das terras. Nas encostas íngremes, o uso intensivo com agricultura irrigada, está em desacordo com o potencial de uso agrícola. Técnicas de manejo que visam à utilização do solo de modo conservacionista devem ser implantadas em toda área.

  17. Sedimentologia e estratigrafia dos turbiditos lacustres da Formação Candeias no nordeste da Bacia do Recôncavo, Bahia

    OpenAIRE

    Aglaia Trindade Brandão

    2015-01-01

    A Formação Candeias (PACK & ALMEIDA, 1945) pertencente ao Grupo Santo Amaro, consiste em arenitos e folhelhos do período Cretáceo e corresponde aos primeiros depósitos da abertura plena do rifte da Bacia do Recôncavo. A idade destes sedimentos varia do Berriasiano médio ao Valanginiano inferior (~143M. a.), com uma amplitude temporal de 4,5 M.a. e uma espessura média de 1000 m. Localiza-se no andar Rio da Serra, e os sedimentos são interpretados como lacustres e depósitos de corrente de turbi...

  18. Análise morfopedológica da bacia hidrográfica do Arroio Inhacundá (RS).

    OpenAIRE

    Mateus Gleiser Oliveira

    2015-01-01

    Realizou-se nesta dissertação uma abordagem integrada para fim de avaliar e mapear unidades morfopedológicas na bacia hidrográfica do arroio Inhacundá – RS (363,52244 km²), com o intuito de identificar diferentes meios de interação entre morfogênese e pedogênese, para cada unidade identificada, em sua relação à distribuição de ravinas, voçorocas e areais. Para alcançar os objetivos do trabalho se elaborou uma série cartográfica em escala de 1:100.000 da rede de drenagem, litologia, compartime...

  19. Tectônica transcorrente mesozoica-cenozoica na Borda Leste da Bacia do Paraná, Estado de Santa Catarina

    OpenAIRE

    Patricia Duringer Jacques

    2013-01-01

    O presente estudo teve como objetivo principal avaliar as estruturas rúpteis da borda leste da Bacia do Paraná em Santa Catarina, a partir do estudo dos lineamentos estruturais que afetaram as rochas do embasamento, da sucessão ondwânica, das vulcânicas da Formação Serra Geral e das alcalinas associadas ao Domo de Lages e ao Complexo Carbonatítico de Anitápolis. Para atingir estes objetivos, foram efetuados levantamentos de campo de análise estrutural dos lineamentos, integração do arca...

  20. AVALIAÇÃO DA SUSCETIBILIDADE À RUTURA E PROPAGAÇÃO DE FLUXOS DE DETRITOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ZÊZERE (SERRA DA ESTRELA, PORTUGAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Melo

    2017-03-01

    Full Text Available Na avaliação da suscetibilidade a movimentos de vertente, a cartografia produzida deverá integrar não só as áreas de iniciação do movimento, como também aquelas potencialmente atingidas pelo material mobilizado. Este objetivo é alcançado através da separação da análise da suscetibilidade em duas componentes distintas: (i a primeira componente, que é também a mais explorada na literatura, corresponde à modelação das áreas de iniciação do movimento; (ii a segunda componente refere-se à modelação das respetivas áreas de propagação, utilizando, como input, os mapas com a delimitação das potenciais áreas de rutura. Neste trabalho é feita a avaliação da suscetibilidade à ocorrência de fluxos de detritos na bacia hidrográfica do rio Zêzere (Serra da Estrela, Portugal. Para a identificação das potenciais áreas de rutura recorreu-se a um método estatístico bivariado (Valor Informativo e a simulação das áreas afetadas pela passagem e deposição do material transportado foi sustentada por um algoritmo hidrológico simples (D-infinity downslope influence. A área abaixo da curva (AUC, determinada no âmbito da validação dos modelos de Valor Informativo, apresenta valores compreendidos entre 0,94 e 0,96, o que indica uma excelente capacidade preditiva. As variáveis preditivas com maior relevância na ocorrência de áreas de rutura de fluxos de detritos correspondem às áreas ardidas em 2005, declives superiores a 30°, espessura do solo inferior a 75 cm e perfil transversal côncavo. Na validação do modelo de propagação do material mobilizado, a partir das 36 áreas de rutura que constituem o inventário de movimentos, obteve-se uma taxa de verdadeiros positivos de 80,5%, o que reflete um bom desempenho do modelo.

  1. Precipitação pluviométrica e vazão da bacia hidrográfica do Riozinho do Rôla, Amazônia Ocidental

    OpenAIRE

    Macêdo, Maria de Nazaré Costa de; Dias, Herly Carlos Teixeira; Coelho, France Maria Gontijo; Araújo, Edson Alves; Souza, Maria Lúcia Hall de; Silva, Elias

    2013-01-01

    O presente estudo teve por objetivo avaliar aspectos que influenciam o comportamento hidrológico da bacia hidrográfica do Riozinho do Rôla, por meio do uso de instrumentos de análise descritiva. Com vistas em realizar uma análise representativa da precipitação média da bacia, foram instalados 14 pluviômetros. Para a coleta dos dados de chuva, referentes aos anos de 2007 e 2008, contou-se com a participação voluntária dos moradores da região, que, ao concordar em participar da pesquisa, foram ...

  2. Formas de potássio em solos representativos do Estado da Paraíba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jailma dos Santos de Medeiros

    Full Text Available Os solos do Estado da Paraíba apresentam grande diversidade de características químicas, físicas e mineralógicas, acarretando em variações nos teores e formas de K disponíveis no solo. Objetivou-se com este trabalho avaliar os teores de K não-trocável, K trocável e K solúvel em doze solos do Estado da Paraíba, na ausência e na presença de fertilização potássica, e correlacioná-los com as características químicas, físicas e mineralógicas desses solos. O estudo constou de 60 tratamentos, sendo 12 solos e cinco doses de K (0; 50; 100; 200 e 300 mg dm-3 na forma de cloreto de potássio, com três repetições. Após receberem os tratamentos, os solos foram incubados por um período de 21 dias, e em seguida, uma sub-amostra de 0,2 dm³ de cada solo foi retirada para determinação dos teores de K não-trocável, K trocável e K solúvel. Os solos formados sob clima semiárido foram os solos que apresentaram as maiores reservas de K não-trocável. Solos com maior proporção de mica e minerais do tipo 2:1 na fração argila apresentaram os maiores teores de K não-trocável e K trocável. Independente do grupo de solos, os teores de silte apresentaram correlação elevada com os teores de K não-trocável e de K trocável. Nos solos mais desenvolvidos, não foi evidenciada fixação de K proveniente do fertilizante. Porém, nos solos menos desenvolvidos, a fixação de K ficou evidenciada pela pequena quantidade de K recuperada pelo extrator acetato de amônio nos solos mais argilosos e, principalmente, naqueles com predominância de minerais do tipo 2:1 e mica.

  3. Characterization of water availability in a hydrographic basin Caracterização da disponibilidade hídrica em uma bacia hidrográfica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiane K. Arai

    2012-06-01

    Full Text Available The quantitative knowledge of hydrological parameters (rainfall and flow and their spatial and temporal variability on the regions or basins should be understood as essential to the efficient planning and management of water resources. Because the Ivinhema Basin, located in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil, represents an important inductor on the region agricultural development, characterized as a major producer of grains and meat, it was used to characterize the hydrological study. Knowing the rainfall, flow and drainage area of each of the studied affluent, it was calculated the proportion of contribution of the affluent. To that end, it was proposed the concepts of potential and real contributions, aiming to identify the proportion of contribution of each of the affluent to the formation of the flow in the Ivinhema Basin. The results revealed that: the highest rainfall in the Ivinhema Basin occurred in the headwater regions; the mean specific flow of long duration reduces from the headwater to the mouth of Ivinhema Basin; the Sub-basin of Dorado's River has the highest potential and real contribution for the formation of the Ivinhema Basin flow; and the drainage areas of the affluent Dourados and Vacaria contribute with 53% flow of the basin.O conhecimento quantitativo dos parâmetros hidrológicos (precipitação e vazão e de suas variabilidades espacial e temporal sobre as regiões ou bacias hidrográficas deve ser entendido como imprescindível ao eficiente planejamento e gerenciamento dos recursos hídricos. Em virtude de a Bacia Hidrográfica do Ivinhema, localizada no Estado do Mato Grosso do Sul, representar um importante indutor do desenvolvimento agrícola da região, caracterizada como grande produtora de grãos e carne, ela foi utilizada para a caracterização do estudo hidrológico. Conhecidas a precipitação, a vazão e a área de drenagem de cada um dos afluentes estudados, calculou-se a proporção de contribui

  4. Esboço sócio-ambiental da bacia hidrográfica do rio Passa Vaca, SSA-BA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Puentes Torres

    2009-03-01

    Full Text Available O trabalho apresenta o resultado de estudos iniciais sobre a bacia hidrográfica do rio Passa Vaca, que se encontra com o Rio Jaguaribe na sua foz, localizada na orla Leste de Salvador, Bahia. Utiliza como método de interpretação espacial a análise morfométrica para obter os parâmetros físicos mais significativos da bacia e algumas características ambientais como, por exemplo, fatores do potencial ecológico e exploração biológica, entre outros. Analisa as formas das vertentes encontradas, as características geológicas, hídricas e morfológicas da área. Questiona, a partir das principais atividades socioeconômicas desenvolvidas no espaço geográfico estudado, os impactos evidenciados pela supressão da cobertura vegetal em toda a bacia e seus reflexos na degradação do manguezal localizado em seu estuário. Referencia-se numa estreita interação dinâmica com as atividades socioeconômicas desenvolvidas no interior do recorte estudado, para identificar as modificações fisiográficas da paisagem do curso do rio e de seus tributários.

  5. Crescimento inicial de espécies florestais na recomposição da mata ciliar em taludes submetidos à técnica da bioengenharia de solos.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Sandro Rodrigues Holanda

    2010-08-01

    Full Text Available A Bacia Hidrográfica do rio São Francisco, vem sendo submetida a fortes impactos ambientais por meio de alterações do regime hidrológico e sedimentológico, além de avançada destruição da sua mata ciliar. A vegetação ciliar possui importante função na proteção das margens dos rios promovida pela cobertura vegetal e seu sistema radicular, melhorando a agregação de um solo pouco coeso, diminuindo o arraste de partículas e, consequentemente resultando em menor taxa de erosão e assoreamento do curso d'água. Este trabalho teve como objetivo avaliar o crescimento inicial de espécies florestais em talude marginal submetido à técnica de bioengenharia de solos no rio São Francisco. A bioengenharia de solos foi composta pela cobertura longitudinal do talude com o biotêxtil (Tela Fibrax® 400BF, e em razão das variações diárias de cota do rio foram também utilizados retentores de sedimentos (Bemalonga® D40 para redução ao impacto da água na base do talude, evitando o solapamento promovido pelo fluxo e refluxo das ondas. Antes da fixação do biotêxtil, foram semeadas a lanço sementes da espécie Brachiaria decumbens para promoção de uma rápida cobertura vegetal. Em seguida foram plantadas mudas de seis espécies florestais nativas da região: aroeira vermelha (Schinus terebinthifolius Raddi., pau-pombo (Tapirira guianensis Aubl., mulungu (Erythrina velutina Willd., tamboril (Enterolobium contortisiliquum (Vellozo Morong, canafístula (Cassia grandis L.f. e pau-ferro (Caesalpinia leiostachya (Bentham Ducke. O desenvolvimento das mudas foi analisado por meio da Taxa de Crescimento Relativo de Altura da parte aérea e Diâmetro do colo. Após 360 dias, ao final das avaliações, observou-se que o maior número de indivíduos vivos foi identificado no tratamento com bioengenharia de solos. A grande densidade e agressivo crescimento da espécie Brachiaria decumbens na área com biotêxtil, trouxe danos para o

  6. Mapeamento e análise do uso e ocupação do solo na bacia do rio vieira no município de Montes Claros/MG

    OpenAIRE

    Adriana Aparecida Moreira; Fernando Hiago Souza Fernandes; César Vinícius Mendes Nery

    2014-01-01

    Com o uso das geotecnologias é possível identificar o potencial que evoluem as mudanças temporais de um espaço físico-territorial. No presente trabalho buscou-se avaliar as mudanças do uso e ocupação do solo na Bacia do Rio Vieira entre um espaço temporal de três anos. Para a verificação das alterações ocorridas do mapeamento realizado por Leite et al. (2011), foi utilizado a mesma base metodológica para o ano de 2012, com classificação supervisionada, pixel a pixel, algoritmo de  máxima vero...

  7. Análise hidrológica e socioambiental da bacia hidrográfica do córrego Romão dos Reis, Viçosa-MG The hydrographic watershed of Romão dos Reis stream, Viçosa-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Genice Vieira Santos

    2007-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar os aspectos hidrológico e socioeconômico da bacia hidrográfica do córrego Romão dos Reis, que se localiza no Município de Viçosa, na região da Zona da Mata do Estado de Minas Gerais. O estudo enfatizou o uso e ocupação da terra como fatores determinantes na análise da qualidade da água, além dos fatores físicos da bacia. Esta foi dividida em sub-bacias, o que possibilitou a escolha de locais representativos para coleta e análise de dados. Coletaram-se os dados referentes a vazão, qualidade da água, elevações, precipitação, uso do solo, tipo de solo e aspectos sociais e econômicos. Para a elaboração dos mapas, utilizou-se o modelo digitalizado, construído a partir de mosaicos e fotos aéreas da região, na escala de 1:30.000. As informações sobre o número de moradores e proprietários, assim como os seus respectivos sistemas de cultivos e ocupação na bacia, foram obtidas por meio de entrevistas semi-estruturadas, visando melhor compreender a organização social e o manejo de uso da terra das propriedades. Foram apontados indicadores de degradação, assim como estratégias de manejo adequadas à melhoria ambiental, que venham contribuir e garantir a sustentabilidade da bacia.This study was carried out to analyze the hydrological and socioeconomic aspects in the hydrographic watershed of Romão dos Reis stream in Viçosa county, Zona da Mata region, Minas Gerais State. In this study, the land use and occupation are emphasized as determinant factors for analyzing water quality, besides physical factors. The watershed was divided into sub-watersheds enabling to choose the representative sites for data collection and analysis. Data on flow rate, water quality, relief, precipitation, landscape (top, hillside and terrace, soil type, social and economic aspects were collected. A digitalized model built from mosaics and aerial photos of the area at 1:30.000 scale was used to draw up

  8. ASSOREAMENTO DE LAGO NA SUB-BACIA DO CÓRREGO DA CASCATA, EM BOTUCATU (SP: IMPLICAÇÕES MORFOMÉTRICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivalde Belluta

    2014-07-01

    Full Text Available A bacia hidrográfica é considerada uma unidade de estudo, planejamento e gerenciamento territorial para a conservação dos recursos naturais, moldada pelas condições geológicas e climáticas locais. Assim, este estudo teve por objetivo avaliar as características morfométricas da sub-bacia do Córrego da Cascata, em Botucatu (SP, e suas implicações no processo de assoreamento de um lago integrante dessa sub-bacia. A avaliação contou com índices gerados a partir de dados calculados com base cartográfica digitalizada e georreferenciada na escala 1:10.000, com utilização do AutoCAD Map 2004. Foi também utilizado o software Quantum GIS 1.8, para gerar o modelo digital de elevação (MDE e o mapa de declividades que permitiu obter a declividade média (Dm da sub-bacia. Através dos índices fator de forma (Kf, sinuosidade (Is, circularidade (Ic e coeficiente de compacidade (Kc, a sub-bacia do Córrego da Cascata apresentou forma alongada, com baixa propensão a enchentes e com escoamento rápido. Os índices densidade de drenagem (Dd e relação de relevo (Rr indicaram drenagem média e mais eficiente, o que favorece a elevada dissecação e o médio estágio erosivo. O índice coeficiente de rugosidade (Cr indicou que se trata de uma sub-bacia vocacionada à agricultura. A intervenção antrópica na linha do divisor de águas observada in loco é o principal fator do carreamento de sedimentos no lago e não apenas compromete a beleza paisagística do local como altera a vida aquática do ecossistema.

  9. Morfotectônica da Bacia Hidrográfica do Rio Bonito, Petrópolis, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Delgado Mendes

    2007-11-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é investigar o papel das estruturas subjacentes associadas à evolução tectônica regional e o seu reflexo na geomorfologia, a partir de uma abordagem morfotectônica na bacia do rio Bonito, localizada no extremo norte do município de Petrópolis, Planalto Serrano do Estado do Rio de Janeiro. As estruturas identificadas na área correspondem a falhas e famílias de juntas, que estão relacionadas com as descontinuidades de caráter regional e diretamente associadas ao contexto geológico regional ao qual se inserem, exibindo condições significativamente marcadas pelos processos vinculados à ruptura continental e abertura do Oceano Atlântico, iniciados a partir do Jurássico Superior, especialmente pela reativação de descontinuidades preexistentes. O controle tectônico-estrutural se reflete na compartimentação morfotectônica a partir (ada integração dos dados estruturais, da análise dos lineamentos da rede de drenagem, que definem trends de lineamentos que correspondem a estruturas identificadas e medidas, (b do relevo, que apresenta escalonamentos e o desenvolvimento de vales suspensos, e (c da distribuição espacial da cobertura sedimentar que reproduz a complexidade de feições observadas tanto no contexto local quanto no regional. Dessa maneira, tendo como princípio que a tectônica influencia diretamente a evolução da paisagem, os dados obtidos mostram uma interferência direta das estruturas na compartimentação morfotectônica e na dinâmica e evolução da paisagem da área em estudo.

  10. Contribuições para o diagnóstico ambiental da parte média e inferior da Bacia do Rio Piracicaba – MG

    OpenAIRE

    Silva, Isabella Figueiredo Lopes da

    2010-01-01

    Realizou-se a determinação de parâmetros físico-químicos e biológicos de qualidade das águas, bem como a geoquímica dos sedimentos da parte média e baixa da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba em duas diferentes estações: seca e chuvosa. Nesta região a economia é baseada em três atividades interligadas: grandes projetos de mineração (minério de ferro), reflorestamento com a monocultura de eucaliptos e siderurgias de grande porte. Essas atividades em geral necessitam muito de água no processo...

  11. IDENTIFICAÇÃO DA FRAGILIDADE AMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ARROIO UVARANAL, COMO SUBSÍDIO AO PROJETO DE EXPANSÃO URBANA DE TELÊMACO BORBA – PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Conceição BAHR

    2012-12-01

    Full Text Available Os estudos ambientais que tem entre seus parâmetros de análise as características físicas visam contribuir para minimizar as mudanças feitas pela sociedade na natureza. Para o desenvolvimento dessa pesquisa, foi utilizada a metodologia de identificação da fragilidade ambiental, proposta por Ross (2008 a fim de identificar as características ambientais de uma bacia hidrográfica, que abriga uma área proposta para expansão urbana no município de Telêmaco Borba-PR. Os resultados obtidos mostraram que a fragilidade potencial mais relevante na Bacia do Arroio Uvaranal está representada pela classe muito fraca, cobrindo 52,84% da área, razão da bacia apresentar, sobretudo, declividades baixas associadas com Latossolo Vermelho. Com relação à fragilidade emergente, os valores mais significativos também são referentes à classe muito fraca, ocupando 56,87% da Bacia do Uvaranal.

  12. Interfaces da gestão ambiental urbana e gestão regional: análise da relação entre Planos Diretores Municipais e Planos de Bacia Hidrográfica

    OpenAIRE

    Renata Bovo Peres; Ricardo Siloto da Silva

    2013-01-01

    Este artigo relata uma pesquisa que discute como a questão ambiental vem sendo tratada nos instrumentos e práticas de gestão localizadas em dois recortes territoriais: municípios e bacias hidrográficas. Foi analisada a relação da dimensão ambiental com a gestão regional e municipal, por meio dos instrumentos Planos de Bacia Hidrográfica e Planos Diretores Municipais, tendo como locus a Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos Tietê-Jacaré do Estado de São Paulo. Os objetos de pesquisa se...

  13. CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E MORFOMÉTRICAS DOS CANAIS DE DRENAGEM DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO BOM SUCESSO - SEMIÁRIDO DA BAHIA/BRASIL

    OpenAIRE

    Kleber Carvalho Lima; Archimedes Perez Filho; Cenira Maria Lupinacci Cunha

    2014-01-01

    Propõe-se neste artigo, analisar as características dos canais de drenagem intermitentes e efêmeros da Bacia Hidrográfica do Rio Bom Sucesso (Bahia), levando-se em consideração os seus aspectos morfológicos e morfométricos. Para tanto, definiu-se a rede de drenagem, caracterizaram-se os canais de drenagem, classificaram-se os cursos fluviais quanto à textura do canal e aplicaram-se os índices morfométricos. Por meio disso, verificou-se que a bacia possui baixa densidade de drenagem e baixa de...

  14. Usos da terra e Áreas de Preservação Permanente (APP na Bacia do Rio da Prata, Castelo-ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Melo Coutinho

    Full Text Available Este trabalho avaliou o uso da terra e identificou Áreas de Preservação Permanente (APPs na Bacia Hidrográfica do Rio da Prata (BRP, município de Castelo-ES, via técnicas de geoprocessamento. A BRP é marcada pela supressão de vegetação nativa, para expansão da fronteira agropecuária. As classes de uso da terra foram vetorizadas por fotointerpretação de aerofotos ortorretificadas. A delimitação das APPs foi realizada a partir de dados de hidrografia e altimetria de cartas topográficas digitais, com respeito às determinações do Código Florestal Brasileiro. A principal forma de uso da terra é a agropecuária (60,84% da área total, composta pela agricultura (30,21% e pela pecuária (30,63%, sendo que a área preservada com floresta nativa é de 36,85%. As APPs representam 55,48% da área total e sua maior parte (50,40% é utilizada para fins socioeconômicos, enquanto a cobertura florestal representa apenas 49,60%.

  15. Raw water use charge reduction for the rural sector in the PCJ Watershed Redução da cobrança pelo uso da água para o setor rural nas Bacias PCJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério T. da Silva

    2009-09-01

    Full Text Available The deficient environmental preservation on agricultural properties has reflected in great soil losses for erosion and the high rate of sedimentation. Therefore, this work brings the application of software to demonstrate that planters can get benefits by the conservationist practices. The benefits will be obtained from the environment aspect (erosion and sedimentation control, as well as economical aspect (financial incentives. A proposal has been created by the Technical Chamber of Rural Water Use and Conservation (CT-Rural to estimate the reduction in raw water use charge for the rural water users of the PCJ Watershed - this reduction is being possible since January 2007, at the PCJ Committee. The software develops a simple relationship, so that if the rural conservationist action goes more efficient, such as if the conserved rural area goes larger, then the reduction value will bring better benefits for the rural water users. Within the purposes of this study, there is the idealization of mechanisms that may support specific management matters related to the water users of federal rivers from the rural sector of PCJ Watershed.Considerando as implicações da insuficiência de preservação ambiental em propriedades agrícolas refletidas em grandes perdas de solos erodidos e sedimentação de mananciais, buscou-se, neste trabalho, demonstrar que, com a utilização de práticas conservacionistas, agricultores poderão ser beneficiados tanto no aspecto ambiental, pelo abatimento da erosão em suas propriedades, quanto no aspecto econômico, ou seja, por meio de proposta inicialmente deliberada pela Câmara Técnica de Uso e Conservação da Água no Meio Rural (CT-Rural dos Comitês PCJ para o cálculo da redução da cobrança pelo uso da água que incide sobre o setor rural - o que será permitido pelos Comitês PCJ a partir de janeiro de 2007. Dessa forma, este trabalho traz como objetivo principal o desenvolvimento de programa

  16. ANÁLISE DE PADRÕES E DE ANOMALIAS DE DRENAGEM DA PORÇÃO MÉDIA DA BACIA DO RIO TIBAGI (PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Idjarrury Gomes Firmino

    2017-03-01

    Full Text Available A porção média da bacia do rio Tibagi está localizada entre os municípios de Tibagi (PR e Telêmaco Borba (PR. A região compreende a borda planáltica da Bacia Sedimentar do Paraná e é o local por onde se projeta parte do eixo do Arco de Ponta Grossa. O objetivo principal desta pesquisa é a análise dos tipos de padrões e a identificação de anomalias de drenagem e de seus significados. A análise da rede de drenagem desta área permitiu identificar um predomínio de 68% do padrão treliça e subtipos, o que sugere que os rios possuem um forte controle estrutural por parte das falhas da Zona de Falha Curitiba-Maringá, alinhadas no sentido NW-SE e um sistema secundário de falhas e juntas no sentido NE-SW. A baixa sinuosidade para rios de primeira e segunda ordem, a angularidade média da rede de canais (maioria 90º, o predomínio de lineações e a tropia bidirecional também são fortes indicativos deste tipo de controle. A densidade de drenagem maior para as vertentes dos canais principais sugere um aprofundamento das vertentes em um processo de ascensão. As anomalias de drenagem identificadas (inflexões, alinhamentos, curvas fluviais comprimidas, planícies e terraços assimétricos estão relacionadas ao cruzamento de segmentos retilíneos e aos diques de diabásio. A análise da rede e de suas propriedades também permitiu setorizar áreas com controles distintos, como no reverso da escarpa, onde predomina o controle da atitude das camadas da Formação Furnas e da reentrância do Arco de Ponta Grossa.

  17. FORMAÇÃO DE BACIA HIDROGRÁFICA ANTRÓPICA NO SISTEMA FLUVIAL DO RIO GAVIÃO NO SUDOESTE DA BAHIA A PARTIR DA PERENIZAÇÃO DO SEU FLUXO DE ÁGUA

    OpenAIRE

    Alves de Oliveira, Manoel

    2012-01-01

    A construção de reservatórios de água na bacia hidrográfica do rio Gavião por órgãos federal, estaduais e municipais altera a dinâmica do ambiente no sistema. Nesse sentido, este texto tem como objetivo apresentar ao XIII Encontro de Geógrafos da América Latina aspectos das modificações ambientais e sociais verificadas nessa bacia hidrográfica. A análise é delimitada por hipótese que aponta a construção de reservatórios de água (barragens, açudes, tanques e aguadas) como fato gerador de bacia...

  18. Uma Infra-Estrutura Verde Para a Bacia do Córrego Poá, Taboão da Serra, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lícia Cotrim Carneiro Leão

    2010-12-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo apresentar os resultados de um exercício projetual, fruto de atividades acadêmicas coordenadas pelo professor doutor Paulo Renato Mesquita Pellegrino, em 2007, no curso de pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. O tema central desse exercício foi o desenvolvimento de uma estratégia para implantação de uma infra-estrutura verde para a bacia do córrego Poá, localizada no município de Taboão da Serra, em São Paulo, que hoje se encontra em uma área intensamente transformada, densamente construída e poluída. O trabalho foi elaborado em dois momentos, abrangendo uma proposta para toda a bacia e outra para um recorte escolhido dessa bacia. As propostas surgiram do cruzamento entre os mapas elaborados sobre os aspectos biofísicos e urbanos locais, a revisão teórica e as análises realizadas em visitas a campo. Foram sugeridas novas formas de planejar-se a paisagem a partir da qualificação e articulação dos espaços abertos vegetados e da criação de formas de circulação para as pessoas, a fauna local e as águas. Contudo, para o sucesso da aplicação desse conceito é necessária a reunião de esforços coordenados e multidisciplinares, envolvendo instituições de pesquisa, comunidade, autoridades e lideranças locais.

  19. Parâmetros erosividade da chuva, da enxurrada e da chuva-enxurrada correlacionados com as perdas de solo de um luvissolo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. W. Albuquerque

    2002-09-01

    Full Text Available Foram estudadas as correlações lineares simples, múltiplas e não-lineares entre os parâmetros erosividade da chuva, da enxurrada e da chuva-enxurrada e as perdas de solo provocadas por chuvas erosivas num Luvissolo. Os dados correspondentes ao período de 1986-1990 foram obtidos na estação experimental de Sumé (PB, pertencente à Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Para determinar os parâmetros erosividade da chuva, da enxurrada e da chuva-enxurrada, foram analisadas chuvas individuais registradas em 136 pluviogramas. O volume de enxurrada isolado ou em combinação com características da chuva contribuiu, de forma significativa, para melhorar a estimativa das perdas de solo de chuvas individuais. Os parâmetros erosividade da chuva-enxurrada a(Vu α I30b; a(Vu α I5b; a(EIAb e da enxurrada a(Vub foram os melhores estimadores das perdas de solo para chuvas individuais. Dentre os parâmetros da erosividade da chuva, os que melhor se correlacionaram com as perdas de solo foram aqueles que incluíram o produto do volume da chuva pela intensidade máxima em trinta minutos a(VrI30.

  20. Ocorrencia de mercurio na Bacia do Rio Iguaçu, Estado do Parana, Brasil

    OpenAIRE

    Rafael Andre Belotto Plawiak

    2007-01-01

    Resumo: A anomalia geoquímica de mercúrio em sedimento de corrente da bacia hidrográfica do rio Iguaçu, Estado do Paraná, delimitada por um levantamento prévio de geoquímica regional, foi investigada através de determinações das concentrações do metal em rochas, solo e sedimento fluvial. O rio Iguaçu está inserido no contexto geológico da Bacia do Paraná e a porção correspondente ao alto vale, no município de Curitiba e vizinhanças, compreende rochas gnáissico-migmatíticas do embasamento cris...

  1. Cobrança pelo uso da água na bacia hidrográfica do Rio Pardo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvio Cezar Arend

    2007-01-01

    Full Text Available A água é um dos recursos naturais mais importantes para a vida humana. Apesarde ser fundamental nas atividades básicas da população, ainda não é usual parasociedade a valoração econômica. Sendo um bem econômico, portanto, escasso, éimportante mensurar seu valor, a fim de incentivar o uso racional e eficiente, além depermitir a continuidade para as próximas gerações. Com a poluição dos mananciais, ouso inadequado da irrigação, a falta de proteção de nascentes, entre outras ações dohomem, tem afetado a água no seu aspecto qualitativo e quantitativo. A BaciaHidrográfica do Rio Pardo, além de experimentar baixos índices de precipitação em certosperíodos do ano, tem apresentado aumentos progressivos de demanda, principalmentepara uso agrícola. Em conseqüência, a bacia tem apresentado balanço hídrico crítico emcertas épocas do ano. Ademais, o descarte de esgotamentos sanitários sem nenhumtratamento, aliado à disposição não apropriada dos resíduos sólidos industriais, temcausado problema semelhante à qualidade das águas. Se medidas efetivas e preventivasnão forem tomadas, a deterioração na qualidade dos recursos hídricos na bacia do rioPardo pode acarretar um processo de decadência da mesma, com impactos significantessobre a economia da região. O objetivo do artigo é estipular um preço a ser cobrado pelouso dos recursos hídricos na bacia do rio Pardo nas modalidades de uso agrícola,abastecimento doméstico e industrial e diluição de efluentes. A metodologia utilizada eaplicada com os dados estimados para a bacia é a dos preços ótimos, baseadas na teoriado second best e superou a impossibilidade de se obter diretamente a função dedemanda por água em cada uso, garantindo teoricamente uma alocação eficiente entre osmúltiplos usuários. Os resultados demonstram que os preços ótimos estimados para abacia do rio Pardo, com exceção do uso para irrigação, estão dentro da capacidade

  2. Analises dos padrões e estilos de canais a partir da paisagem geomorfológica fluvial na Bacia do Rio UNA/PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cassiano Silva

    2016-12-01

    Full Text Available Os estilos fluviais refletem a fisiografia estrutural da rede de drenagem controladas pelos estratos rochosos, retratando na paisagem sua dinâmica, assim como os padrões de canais, que podem ser alterados por processos geomorfológicos, climáticos e antrópicos. O quadro dos estilos fluvial fornece um modelo geomorfológico dos processos espaciais e temporais biofísicos para gestão e planejamento das bacias hidrográficas. O presente trabalho teve como objetivo analisar as influências do comportamento no canal da bacia do rio Una localizado no Nordeste do Estado de Pernambuco, a partir da investigação das feições da drenagem como reflexo da transferência de matéria e energia entre distintos compartimentos e setores do ambiente fluvial. A metodologia baseou-se em (Brierley & Fryirs, 2005, a partir da avaliação do índice de sinuosidade, mapeamento dos estilos e das feições fluviais, perfis longitudinais e trabalhos de observação em campo. Assim, constatou-se que a influência estrutural na rede de drenagem da referida bacia comandou a retilineidade do canal Una, com quebra no gradiente topográfico, inflexão do canal e vales encaixados. Nesse ambiente, constatou que a produção e deposição dos sedimentos estão vinculados as influências do clima tropical.

  3. TENDÊNCIAS HIDROLÓGICAS NO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO UBERABA, EM MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vítor de Oliveira Santos

    2016-06-01

    Full Text Available O aumento da demanda hídrica por parte das médias e grandes cidades brasileiras tem gerado preocupações no poder público quanto ao abastecimento urbano. Na contramão do aumento da demanda por água, os sistemas hídricos parecem não mais suprir as necessidades impostas pela sociedade, sobretudo nos períodos de estiagem. A bacia hidrográfica do rio Uberaba ilustra esse cenário pois vem sofrendo escassez hídrica desde o início dos anos 2000. Desde então percebe-se a realização de medidas urgentes como a transposição das águas do rio Claro para suprir a demanda hídrica da cidade de Uberaba, além da criação da Área de Proteção Ambiental – APA rio Uberaba. Este trabalho tem como objetivo central analisar estatisticamente, através de testes de tendência, séries históricas de vazão no âmbito do alto curso do rio Uberaba. Justifica-se a escolha do alto curso do referido rio como objeto de estudo o fato de o abastecimento público do município de Uberaba ser realizado dentro de seus limites. Como método utilizou-se os testes de regressão linear, Mann-Kendall, Mann-Kendall Sazonal, Curvatura de Sen e o teste de homogeneidade de Pettitt. Os resultados indicam paulatina redução das vazões de estiagem e ligeiro aumento das vazões máximas.

  4. CÁLCULO AUTOMÁTICO DO FATOR TOPOGRÁFICO (LS DA EUPS, NA BACIA DO RIO PARACATU AUTOMATIC CALCULATION OF THE TOPOGRAPHIC FACTOR (LS OF THE USLE, IN THE PARACATU RIVER BASIN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valtercides Cavalcante da Silva

    2007-09-01

    Full Text Available

    Embora a equação universal de perda de solo (EUPS seja amplamente utilizada na predição de perda de solo, é difícil obter certos fatores dessa equação em bacias hidrográficas, como é o caso do fator de comprimento de vertente (fator L. Diante disso, este trabalho objetivou determinar de maneira informatizada (automática, o fator topográfico (LS da EUPS, utilizando para o cálculo do fator L o algoritmo de Desmet & Govers (1996, com o suporte de um Sistema de Informações Geográficas (SIG. Verificou-se a viabilidade do cálculo do fator de comprimento de vertente, na escala de 1:100.000, por meio da metodologia desses autores, que considera o fluxo acumulado.

    Although the Universal Soil Loss Equation (USLE is widely used all over the world in the prediction of soil loss, a few factors of the equation are difficult to obtain, such as the slope length factor (L factor, particularly in watersheds. For this reason, the purpose of the present research was to apply the methodology for automatic calculation of the topographic factor (LS factor using the algorithm developed by Desmet and Govers (1996 which defines the slope length factor (L factor through the Geographic Information System (GIS. It was verified that the slope length factor (L, as developed by Desmet and Govers (1996, which accounts for accumulated flow, showed feasible results.

    KEY-WORDS: USLE; L factor; topographic factor; GIS.

  5. Modelo para estimativa da infiltração de água e perfil de umidade do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Avelino Cecílio

    2013-04-01

    Full Text Available A adequada modelagem da infiltração de água no solo é fundamental para estimação do movimento de água, erosão hídrica, recarga e contaminação de aquíferos. Este trabalho apresenta um modelo para estimativa da infiltração de água no solo (GAML-c, com base no modelo de Green-Ampt-Mein-Larson, que provê descrição da geometria e do deslocamento da frente de umedecimento no solo. Testes experimentais foram conduzidos em Latossolo Vermelho-Amarelo para avaliar o GAML-c, usando-se quatro diferentes cenários: considerando a condutividade hidráulica do solo igual à taxa de infiltração estável (Tie e a umidade máxima do solo igual ao teor de água na zona de transmissão (θw (TW; condutividade hidráulica do solo igual à do solo saturado (K0 e a umidade máxima do solo igual θw (KW; condutividade hidráulica do solo igual à Tie e a umidade máxima do solo igual ao teor de água na saturação (θs (TS; e condutividade hidráulica do solo igual a K0 e a umidade máxima do solo igual θs (KS. Verificou-se que o GAML-c no cenário TW foi o melhor estimador do perfil de umidade do solo, resultando em aceitáveis estimativas da infiltração de água.

  6. Degradacao do meio fisico e implicacoes na bacia do rio Jaguaribe- Joao Pessoa-PB

    OpenAIRE

    Borges de Oliveira, Francisco

    2001-01-01

    Este trabalho trata dos principais problemas ambientais da Bacia Hidrográfica do Rio Jaguaribe, João Pessoa - PB, decorrentes do modelo de ocupação e uso do solo, onde várias atividades entram em conflito com a função urbana da área. A população, das moradias de baixo padrão, formada por aglomerados subnormais (favelas) vivem em estado de extrema pobreza, apresentando alta densidade demográfica; o que juntamente com outros fatores (declividade elevada das encostas e altos ín...

  7. Caracterização genética do pirarucu Arapaima gigas (Cuvier) (Teleostei, Osteoglossidae) da bacia Tocantins-Araguaia, estado do Mato Grosso.

    OpenAIRE

    Débora Karla Silvestre Marques

    2003-01-01

    Os Osteoglossiformes são representados na América do Sul pelos gêneros Arapaima e Osteoglossum, que ocorrem particularmente na região Amazônica, nas bacias Amazônica e Tocantins-Araguaia. Os estudos genéticos neste grupo são praticamente inexistentes, evidenciando a necessidade de informações para programas de conservação. A espécie Arapaima gigas da bacia hidrográfica Tocantins-Araguaia apresentou um 2n=56 cromossomos, com fórmula cariotípica 28M/SM+28ST/ A. A marcação por nitrato de p...

  8. Estudo florístico do componente herbáceo e relação com solos em áreas de caatinga do embasamento cristalino e bacia sedimentar, Petrolândia, PE, Brasil Herbaceous floristic study and relationship with soil of crystalline shield and sedimentary basin caatinga areas at Petrolândia, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kleber Andrade da Silva

    2009-03-01

    Full Text Available Realizou-se um levantamento florístico em áreas de caatinga do embasamento cristalino e de bacia sedimentar, em Petrolândia, Pernambuco, objetivando-se identificar diferenças na composição, hábito e forma de vida das herbáceas entre as duas áreas. Foram coletadas amostras de solo nas profundidades de 0 a 20 cm e de 20 a 40 cm. Foram estabelecidas 100 parcelas de 1×1 m em cada área e coletadas todas as espécies herbáceas. De modo geral, o solo da área do embasamento cristalino foi mais fértil, raso, com maior capacidade de reter água e maior porcentagem de argila. Os números de famílias, gêneros e espécies das áreas da bacia sedimentar e do embasamento cristalino foram 32, 62 e 78 e 31, 53 e 69, respectivamente. A similaridade florística entre as áreas foi alta (75%. A análise de agrupamento mostrou que os arranjos florísticos entre as parcelas amostradas são mais semelhantes dentro de cada área que entre áreas, sugerindo a existência de grupos distintos. Tipo de solo parece não ser um fator decisivo na similaridade florística, hábito e proporção de forma de vida das herbáceas da vegetação da caatinga quando as áreas são próximas, mas pode influenciar a ocorrência e a freqüência de algumas espécies.Floristic surveys were carried out in two close caatinga areas, one on the crystalline shield and the other on a sedimentary basin, both at Petrolândia, Pernambuco, Brazil, with the objective of identifying differences between the two areas in composition, habit and life form of the herbaceous flora. One hundred 1×1 m plots were established in each area and all the herbaceous species were identified. Soil samples were collected at 0-20 and 20-40 cm depths. In general, the soil in the crystalline shield area was shallower, had greater clay content, with higher water holding capacity, and was more fertile. The number of families, genera and species in the sedimentary basin and crystalline shield areas were 32

  9. Reciclagem de Precipitação na Bacia Amazônica: O Papel do Transporte de Umidade e da Evapotranspiração da Superfície

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius Machado Rocha

    Full Text Available Resumo O objetivo desse trabalho é avaliar a distribuição dos componentes do balanço de água e da reciclagem de precipitação na bacia amazônica, abordando os mecanismos físicos associados ao processo de reciclagem. De forma geral, a bacia amazônica se comporta como um sumidouro de umidade da atmosfera, recebendo vapor d'água tanto do transporte de origem oceânica quanto da evaportranspiração da floresta por meio do processo de reciclagem de precipitação. Em escala regional, a Amazônia representa uma importante fonte de umidade para outras regiões da América do Sul, contribuindo para o regime da precipitação em outras áreas do continente. Na média, a reciclagem de precipitação é da ordem de 20% na bacia amazônica, com valores variando entre 15% na porção norte e 40% na porção sul. Dessa forma, do total da precipitação na bacia, aproximadamente, 20% é decorrente do processo de evapotranspiração local; indicando que, a contribuição local para a precipitação total representa um percentual significativo no balanço de água regional e desempenha um importante papel no ciclo hidrológico amazônico. Entretanto, as variabilidades e mudanças no sistema climático devido tanto às variações naturais quanto antropogênicas (aumento na emissão de gases estufa e desflorestamento podem afetar a reciclagem e o ciclo hdrológico regional.

  10. Georeferenced database generation with the purpose of hydrologic molding in reservoirs of the hydrographic basin of Jaguaribe river in the state of Ceará, Brazil Geração de base de dados georreferenciada com finalidade de modelagem hidrológica em reservatórios da bacia hidrográfica do rio Jaguaribe, Ceará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raimundo A. de O. Leão

    2013-04-01

    Full Text Available The edafoclimatic conditions of the Brazilian semiarid region favor the water loss by surface runoff. The state of Ceará, almost completely covered by semiarid, has developed public policies for the construction of dams in order to attend the varied water demand. Several hydrological models were developed to support decisive processes in the complex management of reservoirs. This study aimed to establish a methodology for obtaining a georeferenced database suitable for use as input data in hydrological modeling in the semiarid of Ceará. It was used images of Landsat satellite and SRTM Mission, and soil maps of the state of Ceará. The Landsat images allowed the determination of the land cover and the SRTM Mission images, the automatic delineation of hydrographic basins. The soil type was obtained through the soil map. The database was obtained for Jaguaribe River hydrographic basin, in the state of Ceará, and is applicable to hydrological modeling based on the Curve Number method for estimating the surface runoff.As condições edafoclimáticas do semiárido brasileiro favorecem a perda de água por escoamento superficial. O Estado do Ceará,quase totalmente abrangido pelo semiárido, desenvolveu políticas públicas voltadas para a construção de açudes,a fim de atender à demanda hídrica diversificada. Vários modelos hidrológicos foram desenvolvidos para subsidiar os processos decisórios no complexo manejo dos reservatórios. Este trabalho teve como objetivo estabelecer uma metodologia para a obtenção de uma base de dados georreferenciada e adequada para uso como dados de entrada na modelagem hidrológica,no semiárido cearense. Foram utilizadas imagens de satélite Landsat e da missão SRTM, e mapa de solos do Estado do Ceará. As imagens Landsat possibilitaram determinar a cobertura do solo,e as imagens da missão SRTM, a delimitação automática das bacias hidrográficas. O tipo de solo foi obtido por meio do mapa de solos. A

  11. EFEITO DA TRIFLURALINA SOBRE A ATIVIDADE BIOLÓGICA EM DOIS SOLOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ecila Maria Nunes Giracca

    1991-12-01

    Full Text Available A influência da Trifluralina 600 CE sobre a atividade microbiana e taxa de liberação de CO2 foi estudada com amostras de solos da Unidade de Mapeamento São Pedro e Cruz Alta, incubados a 80% da capacidade de campo ou saturados, com tratamentos equivalendo a 2 e 4 litros por hectare, com cinco repetições, durante 140 dias. A cada sete dias foram efetuadas titulações de CO2 liberado. Posteriormente foi executado bioensaio com Sorghum bicolor L. Moench para análise da persistência do produto no solo. O herbicida nas dosagens usadas não afetou a atividade microbiana. A persistência do herbicida mostrou diferença significativa entre plântulas anormais para os dois solos em capacidade de campo, o mesmo não ocorrendo quando a germinação foi em solos saturados.

  12. Tendências hidrológicas anuais e sazonais na bacia do Rio Paraibuna, Parque Estadual da Serra do Mar (SP)

    OpenAIRE

    Vilanova,Mateus Ricardo Nogueira

    2014-01-01

    O presente trabalho avalia a existência de tendências monotônicas em séries anuais e sazonais de vazão e chuva, no trecho da Bacia do Rio Paraibuna localizado entre os Núcleos Cunha e Santa Virgínia, Parque Estadual da Serra do Mar (SP). O teste de Mann-Kendall foi aplicado a séries destas variáveis, em diversos intervalos no período de 1967 a 2011. Tendências negativas estatisticamente significativas foram detectadas nas séries de c...

  13. CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE DRENAGEM E DO SISTEMA LACUSTRE DA BACIA DO RIO GRANDE: OESTE DA BAHIA - REGIÃO DO MÉDIO SÃO FRANCISCO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Barbosa dos Santos

    2016-12-01

    Full Text Available O sistema lacustre da bacia do rio Grande situa-se em um local que reúne particularidades do ponto de vista geológico e geomorfológico, no noroeste do Cráton do São Francisco. A partir da investigação de elementos morfoestruturais, pretendeu-se apresentar um panorama da geomorfologia deste sistema. Mediante o uso de técnicas de sensoriamento remoto, procurou-se estabelecer a influência da litologia e da tectônica na dinâmica atual da rede de drenagem e do sistema lacustre. Os resultados revelaram a presença de feições como anomalias de drenagem, assimetria de bacias, confinamento de planícies aluviais, diferenças bruscas de densidade de drenagem e distinção na distribuição de lagoas quanto à forma e dimensão. A área do sistema lacustre foi compartimentada em dois domínios: Domínio I com morfoestruturas NW-SE e Domínio II com predomínio de morfoestruturas NE-SW e, subordinadamente E-W, concordantes com orientações dos falhamentos regionais, o que mostra que a reativação de antigas falhas e o contexto litológico são importantes fatores para a origem e desenvolvimento deste sistema lacustre.

  14. Relação entre variáveis ambientais e a estrutura da comunidade de peixes em córregos das bacias do Rio das Mortes e do rio Xingu – MT, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscylla Rodrigues Matos

    2013-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n3p139 As variáveis ambientais podem determinar e estruturar a composição da fauna de peixes. Estudos que comparem diferenças entre variáveis físicas e químicas da água entre bacias hidrográficas próximas são escassos. Este artigo teve por objetivo verificar quais variáveis limnológicas estão relacionadas à distribuição das espécies de peixes em duas bacias hidrográficas. Para tanto, foram amostrados 20 córregos, divididos entre as bacias do Rio das Mortes e do rio Xingu. Em cada ponto foram medidos um total de 8 variáveis ambientais. Os peixes foram coletados com rede de arrasto. A riqueza total foi de 57 espécies, sendo 29 da bacia do rio Xingu, 35 do Rio das Mortes e 7 espécies comuns a ambas as bacias. As análises demonstraram que os córregos dessas duas bacias têm características limnológicas e fauna distintas. Os córregos da bacia do rio Xingu tiveram menores valores de pH que podem ter sido influenciados pelas elevadas taxas de decomposição orgânica. Os córregos do Rio das Mortes apresentaram valores mais elevados de matéria em suspensão e clorofila, provavelmente ocasionadas pela maior degradação dos córregos e menores níveis de cobertura vegetal.

  15. Medição e estimativa da temperatura à superf´cie de dois tipos de solos: influência da radiação solar e da humidade do solo

    OpenAIRE

    Andrade, José; Abreu, Francisco

    2007-01-01

    A temperatura à superfície do solo afecta em larga medida diferentes processos físicos, químicos e biológicos nela ocorridos, nomeadamente a evaporação, o fluxo de energia e de água no solo e a actividade microbiana. A superfície do solo é uma interface dinâmica influenciada simultaneamente por processos ocorridos no solo e na camada de ar acima deste, pelo que a medição da sua temperatura se apresenta como uma tarefa difícil e não isenta de erros. Pretende-se avaliar a influência da radi...

  16. ESTUDO DE PARÂMETROS MORFOMÉTRICOS DA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JACARECICA (SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alex de Sousa Lima

    2016-03-01

    Full Text Available Dentre as diversas formas de se estudar as bacias hidrográficas uma delas é através dos parâmetros morfométricos, pois dão o suporte ao entendimento de processos dinâmicos atuantes no relevo. Este trabalho visou estudar a morfometria da sub-bacia do rio Jacarecica, Sergipe, Brasil. A base de dados utilizada foi a do Atlas Digital sobre Recursos Hídricos de Sergipe (SEPLAN/SRH, 2004, corrigida. As características morfométricas de área foram obtidas através do software Spring 4.3, enquanto que as outras se deram por meio de equações. A área da drenagem encontrada foi de 503,76 km², extensão de 59 km e orientação NW-SE. A partir dos dados constatou-se que a sub-bacia apresenta-se alongada, apesar de o Índice de Circularidade (Ic apontar para um arredondamento. É sinuoso com drenagem baixa e sua densidade hidrográfica é diretamente afetada pelas Serras Residuais (quartzito. Observou-se que na área a montante das serras há uma deficiência de umidade o que influi na ocupação e utilização do espaço agrário local. Fato que faz com que haja na sub-bacia dois comportamentos diferenciados quanto à distribuição de umidade, controlado pelo fator orográfico. Palavras-chave: Morfometria; Bacia Hidrográfica; Geologia; Geomorfologia.   STUDY OF MORPHOMETRIC PARAMETERS OF THE SUB-BASIN OF THE RIVER JACARECICA (SE   ABSTRACT Among the various forms of studying watersheds of them is through the morphometric parameters because they give support to the understanding of active dynamic processes in relief. This work aimed to study the morphology of the sub-basin of the river Jacarecica, Sergipe, Brazil. The database used was the Digital Atlas of Sergipe on Water Resources (SEPLAN / SRH, 2004, corrected. The morphological characteristics of the area were obtained Spring 4.3 software, while the other is given by equations. The drainage area found was 503.76 square kilometers, extending 59 km and NW-SE orientation. From the data it

  17. ANÁLISE DO USO E OCUPAÇÃO DAS TERRAS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO BORÁ (MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Aparecida Bessa Florêncio

    2011-01-01

    Full Text Available O objetivo do artigo é propor o uso racional das terras da BHRB, a partir de sua dinâmica hidrológica, e cruzamento das informações sobre uso da terra e cobertura vegetal com a declividade. A BHRB localiza-se em Minas Gerais, na mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, zona UTM 23, Meridiano Central 45º Oeste de Greenwich, entre as coordenadas 228000 - 264000mE e 7816000 - 7788000mN. Foram utilizados imagem do satélite ETM+/Landsat 5, (agosto de 2009, bandas 3G 4R 7B; base cartográfica digitalizada a partir das cartas topográficas de Sacramento e Uberaba (1:100.000; dados MDE/SRTM; cálculos morfométricos; e dados de vazão obtidos pela estação fluviométrica da ANA (1996-2006. Os índices morfométricos de sinuosidade (1,86 e declividade média (10,86% revelam que a bacia não apresenta tendências para ocorrência de enchentes. O cálculo de vazão específica média confirma que existe em média um volume de água na ordem de 32.187,62 m³/h; valor suficiente para suprir ao longo do ano, as atividades econômicas e necessidades humanas na bacia. Em relação à declividade e uso da terra, verificou-se que a maior parte da bacia possui declives entre 3 e 8% (58%, significando que a área possui inclinações favoráveis às práticas agropastoris.

  18. Análise morfométrica e socioambiental de uma bacia hidrográfica Amazônica, Carlinda, MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Keichi Umetsu

    2012-02-01

    Full Text Available Estudos morfométricos e socioambientais foram realizados na bacia hidrográfica do rio Monte Sinai, em Carlinda, MT, visando à criação de subsídios para a sua sustentabilidade ambiental. Para tanto, foram utilizados dados SRTM 90 m, reamostrados para 30 m, para a geração do modelo digital de elevação e dados SPOT (10 m, para a avaliação do uso e cobertura da terra, através de técnicas de SIG. Além disso, foram feitas entrevistas semiestruturadas com os moradores locais e visitas de campo. Os resultados apontaram que a bacia apresenta padrão dentrítico de quarta ordem. A razão altimétrica, declividade, densidade de drenagem e fator de forma indicaram forte controle estrutural da drenagem da bacia hidrográfica. Entretanto, o atual uso e cobertura da terra, dominada por pastagens e mata ciliar degradada, favorecem os processos erosivos e, consequentemente, a perda da ferlitiladade do solo e o assoreamento dos cursos d'água. Foram apontados indicadores de degradação, assim como estratégias de manejo adequadas à melhoria ambiental que venham contribuir e garantir a sustentabilidade ambiental da bacia.

  19. VARIABILIDADE DAS CHUVAS NA VERTENTE PARANAENSE DA BACIA DO RIO PARANAPANEMA - 1999-2000 A 2009-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinicius Carmello

    2015-06-01

    Full Text Available Os investimentos no campo vêm sendo ampliados ao longo das últimas décadas, sobretudo pela justificativa de se minimizar as repercussões, ditas “naturais”, no território agrícola ocupado. O objetivo deste artigo é analisar a variabilidade das chuvas na vertente paranaense da bacia do rio Paranapanema em período de safra de soja (outubro – abril. Para tanto, foram aplicadas duas técnicas estatísticas: Mann-Kendall e Percentil, com o intuito de estudar a tendência e a variabilidade dos totais anuais de chuva da série histórica entre os anos 1999-2000 a 2009-2010. Para isso utilizou-se dados de precipitação de 89 postos pluviométricos administrados pelo Instituto das Águas do Paraná. Ademais, definiram-se períodos extremamente secos, secos, habituais, chuvosos e extremamente chuvosos, representados em um painel tempo-espacial. Quanto ao teste de Mann-Kendall: 13 postos pluviométricos apresentaram tendência positiva de aumento das chuvas. No que se refere aos resultados mais expressivos relacionados à variabilidade da chuva anual acumulada, concluiu-se que o ano agrícola de 1999–2000 foi definido como padrão seco, em contraposição ao ano agrícola chuvoso de 2009–2010. Os valores de produtividade de soja utilizados para medir o impacto desses períodos extremos também evidenciam variações em resposta aos registros pluviométricos de cada ano.

  20. Estrutura organizacional do fitoplâncton nos sistemas lóticos e lênticos da bacia do Tietê-Jacaré (UGRHi-Tietê-Jacaré) em relação à qualidade da água e estado trófico

    OpenAIRE

    Anna Paula Luzia

    2009-01-01

    Este trabalho teve como objetivo estudar a estrutura fitoplanctônica dos sistemas lênticos e lóticos da bacia do Tietê/Jacaré, localizada no estado de São Paulo, quanto à composição e dominância dos organismos fitoplanctônicos com a qualidade e estado trófico dos rios e lagos desta bacia. A bacia do Tietê/Jacaré é composta por três rios principais: médio Tietê, Jacaré Guaçú e Jacaré Pepira, Essa bacia é composta por cinco sub bacias: Jacaré Guaçú, Jacaré Pepira, Médio Tietê, Bauru e Jaú. Fora...

  1. Mapeamento do fósforo adsorvido por meio da cor e da suscetibilidade magnética do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Gonçalves Peluco

    2015-03-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a possibilidade de se mapear o fósforo adsorvido por meio da avaliação da cor e da suscetibilidade magnética do solo. O experimento foi realizado em área de cana-de-açúcar com 380 ha, que compreendia quatro tipos de Latossolos, com diferentes texturas e fertilidades naturais. Foram coletadas 241 amostras de solo, na profundidade de 0,00-0,25 m. O índice de avermelhamento do solo foi calculado a partir dos valores de matiz, valor e croma das amostras, obtidos com espectroscopia de reflectância difusa. Foram ajustados modelos de regressão entre o fósforo adsorvido e a suscetibilidade magnética ou o índice de avermelhamento dos solos. A dependência espacial dos dados foi avaliada por meio de geoestatística. A suscetibilidade magnética correlaciona-se significativamente ao fósforo adsorvido, o que possibilita seu uso como componente de funções de pedotransferência para quantificação indireta do fósforo adsorvido ao solo. O índice de avermelhamento e a suscetibilidade magnética apresentam dependência espacial com o fósforo adsorvido. A suscetibilidade magnética e o índice de avermelhamento dos solos, avaliado pela espectroscopia de reflectância difusa, podem auxiliar no mapeamento e na identificação de áreas com diferentes potenciais de adsorção de fósforo.

  2. ESTIMAÇÃO DA IDADE DA REGENERAÇÃO DA VEGETAÇÃO DE CERRADO A PARTIR DE IMAGENS LANDSAT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Philippe Maillard, Priscilla S. Costa-Pereira

    2011-07-01

    Full Text Available Nas regiões em que a rede de monitoramento hidrossedimentológico é precária ou inexistente, a utilização de modelos hidrológicos, de base física que proporcionem estimativas da geração de escoamento superficial e a perda de solo, se torna muito útil para fins de planejamento das bacias hidrográficas. O presente trabalho trata da aplicação do modelo hidrossedimentológico “Soil And Water Assessment Tool” nas Sub-Bacias 2 e 1 da Bacia Experimental de São João do Cariri. O modelo com a interface ArcSWAT, que se une ao SIG, necessita da entrada de “Modelo Digital de Elevação” (MDE da bacia e as simulações foram realizadas utilizando dois MDEs para fins de análise comparativa: um originado a partir da interpolação de dados de campo e outro obtido através de sensoriamento remoto. Com isto foi possível verificar a confiabilidade do uso de MDE obtido por sensoriamento remoto. Em nível das sub-bacias experimentais, foi realizada a parametrização, na Sub-Bacia 2, e a validação, na Sub-Bacia 1. O desempenho do modelo, para a geração da lâmina escoada, foi avaliado pelo coeficiente de determinação (R² e do fator da eficiência de Nash-Sutcliffe. Os resultados mostram desempenho satisfatório para ambos os MDEs, mostrando a pouca sensibilidade da topografia da geração de lâmina simulada em pequenas bacias. Por outro lado, a produção de sedimentos apresentou resultados insatisfatórios, além do que foi significativa a discrepância da distribuição da erosão do solo na superfície da bacia pelos dois MDEs utilizados.

  3. Análise comparativa de metodologias aplicadas à delimitação da bacia hidrográfica do Rio Doce – RN / Comparative analysis of methodologies applied to the demarcation of the basin of Rio Doce - RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franklin Roberto da Costa

    2016-12-01

    Full Text Available A bacia hidrográfica é considerada um recorte geográfico importante para o planejamento ambiental. A sua precisa delimitação permite realizar um planejamento adequado para ocupação e uso correto pela sociedade. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo realizar uma análise comparativa visual das delimitações automáticas realizadas com os programas TauDEM, SAGA e TERRAHIDRO, bem como da delimitação por análise visual, com as delimitações oficiais do SEMARH - RN e a ANA (ottobacia nível 05, visando redefinir e atualizar os limites da bacia hidrográfica do Rio Doce/RN. Para fazer a delimitação utilizaram-se os dados de elevação do terreno do banco de dados geomorfométricos do Brasil, TOPODATA, hidrografia das cartas topográficas da SUDENE, na escala 1:100.000, imagens do Google Earth. Os dados foram trabalhados nos SIGs QGIS 2.14 Essen e o Terraview hidro 0.4.1. Os resultados mostraram que a delimitação por análise visual e a automática utilizando a plataforma TERRAHIDRO identificaram os limites da bacia em suas áreas aplainadas. Já o TauDEM e o SAGA identificaram um paleocanal do rio Doce, direcionando, assim o ponto exutório da bacia. Entende-se que o TERRAHIDRO apresentou o melhor resultado para a delimitação da bacia, propondo-se seu uso para pesquisas relacionadas à bacia em escalas média e grande.

  4. Utilização de métodos de representação espacial para cálculo do fator topográfico na equação universal de perda de solo revisada em bacias hidrográficas Use of spatial representation to calculate the topographic factor in the revised universal soil loss equation in watersheds

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Paolo Gomes Minella

    2010-08-01

    Full Text Available Métodos de representação espacial para o cálculo do fator topográfico (LS da Equação Universal de Perda de Solo Revisada (RUSLE têm sido utilizados para estimar a erosão do solo e a produção de sedimentos em bacias hidrográficas. Esses procedimentos baseiam-se nas equações tradicionalmente empregadas para determinação do fator LS e em informações que caracterizam a forma das vertentes derivadas do modelo numérico de elevação (MNE. Neste estudo foram analisados dois métodos de representação espacial utilizados no cálculo do fator LS em modelos matemáticos de erosão e produção de sedimentos em bacias hidrográficas. A análise foi realizada em quatro bacias rurais de relevo movimentado. Os valores de LS obtidos pelos métodos de representação espacial foram comparados entre si e com valores de LS determinados pelo método tradicional com levantamento em campo. Resultados mostraram que os valores de LS gerados pelos métodos de representação espacial apresentam diferenças significativas entre si, sendo dependentes do procedimento de cálculo e do método utilizado para determinar a direção de fluxo no MNE. Também foi verificado que os valores numéricos do fator LS determinados pelos métodos de representação espacial apresentam diferenças em relação àqueles estimados pelo método tradicional.Methods of spatial representation to calculate the topographic factor (LS of the Revised Universal Soil Loss Equation (USLE have been used to estimate soil erosion and sediment yield of watersheds. These procedures are based on equations traditionally used to determine the LS factor and information that characterize the hillslope forms and processes, derived from the Digital Elevation Model (DEM. Two computational methods commonly used to calculate LS factor in soil erosion and sediment yield models were analyzed in this study. The analysis was performed in four small rural watersheds with hilly terrain. The LS values

  5. CARACTERIZAÇÃO MORFOESTRUTURAL DO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JAGUARIBE, CEARÁ-BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mickaelle Braga da Silva

    2017-08-01

    Full Text Available O presente trabalho propõe uma análise morfoestrutural do alto curso da bacia hidrográfica do rio Jaguaribe, Ceará-Brasil, através da relação litologia/drenagem/relevo. A análise baseou-se em levantamentos bibliográficos e cartográficos; na aplicação de técnicas de geoprocessamento e tabulação e análise dos dados. Dentre os produtos de sensoriamento remoto disponíveis para a área, destacam-se os dados Shuttle Radar Topography Mission-SRTM, com resolução espacial de 30 metros. Este produto com o auxílio de softwares de geoprocessamento permitiu a extração da rede de drenagem e de lineamentos estruturais; a identificação e delimitação das unidades morfoestruturais; a compartimentação morfoestrutural dos lineamentos; a identificação e distribuição dos padrões de drenagem. Aplicou-se o cálculo e a geração dos gráficos de rosetas na espacialização da direção preferencial de frequência da drenagem e dos lineamentos estruturais. Neste contexto, foi possível identificar vários padrões de drenagem controlados por estruturas (padrões treliça e paralelo. Esses dados demostraram uma significativa compatibilidade de direções NE-SW e E-W, que sugerem lineamentos estruturais positivos e negativos representados por sequências de cristas e vales e trechos retilíneos escarpados, confinando canais de drenagem. Desta forma, foi possível estabelecer correlações com a distribuição da densidade de lineamentos e padrões de drenagem, constatando que são nos setores tectonicamente mais deformados que apresentam maior concentração de canais estruturalmente controlados.

  6. O USO DO SOLO E O CONFLITO POR ÁGUA NO ALTO RIO RIACHÃO NO NORTE DE MINAS GERAIS: UMA ANÁLISE AUXILIADA PELAS GEOTECNOLOGIAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    marcos esdras leite

    2010-07-01

    Full Text Available Inserida na microrregião geográfica de Montes Claros, norte de Minas, a bacia do rio Riachão vem sendo “palco” de disputas entre irrigantes e agricultores familiares pelo uso do solo e da água. Localizada em uma região, na qual a concentração de chuvas compromete a manutenção de corpos d’água perenes, a bacia do referido rio assume um papel estratégico para a qualidade de vida da população ribeirinha. Este estudo buscou a partir da aplicação das geotecnologias compreender as analogias entre a ocupação do solo/utilização da água, no alto Riachão, e as relações de conflitos emanadas desta realidade. A partir dos resultados encontrados pode-se perceber a relação intrínseca entre as formas desordenadas do uso do solo e a disponibilidade de água na jusante dessa bacia, o que tem gerado conflitos entre os irrigantes, concentrados na parte alta da bacia e os pequenos produtores prevalecentes no médio e no baixo Riachão.

  7. Hyphomycetes isolados da água e do solo da Reserva Florestal de Dois Irmãos, Recife, PE, Brasil

    OpenAIRE

    Cavalcanti,Marilene da Silva; Milanez,Adauto Ivo

    2007-01-01

    (Hyphomycetes isolados da água e do solo, da Reserva Florestal de Dois Irmãos, Recife, PE, Brasil). Visando ampliar o conhecimento sobre a diversidade de fungos em ambientes aquáticos, coletas da água e do solo das margens dos açudes do Vale do Prata e do Meio foram efetuadas na Reserva Florestal de Dois Irmãos, Recife, Estado de Pernambuco. Dentre outras, foram isoladas cinco espécies pouco comuns de Hyphomycetes. As amostras de água foram coletadas abaixo da lâmina d'água e as de solo nas m...

  8. AVALIAÇAO DA QUALIDADE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARDO, SISTEMA AQUÍFERO GUARANI, RS, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marluce Purper

    2011-08-01

    Full Text Available O objetivo desta pesquisa foi avaliar a qualidade das águas subterrâneas em áreas de preservação permanente (Sistema Aquífero Guarani – SAG da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo, RS, Brasil, através de variáveis físicas, químicas e microbiológicas. Nove pontos de coleta foram distribuídos ao longo da bacia, nos quais as águas subterrâneas foram classificadas quanto aos íons de maior ocorrência quantitativa. Os resultados indicaram que a maioria dos poços avaliados enquadraram-se na Classe 4 de usos da água, correspondendo a águas de usos menos restritivos (como recreação de contato secundário. Entretanto, deve-se considerar que os aquíferos são caracterizados por diferentes condições geológicas, com características físicas, químicas e biológicas intrínsecas, e também variações hidrogeoquímicas, sendo necessário que as suas classes de qualidade sejam determinadas com base nessas especificidades. As amostras P1, P2, P3, P5 e P9 classificaram-se como bicarbonatadas cálcicas; as águas dos pontos P4, P6, P7 como bicarbonatadas sódicas; e P8 como sulfatada. Verificou-se que a qualidade das águas de poços com profundidade inferior a 6 m está mais vulnerável, devido a alterações antrópicas em função da concentração de nitrato, coliformes totais e termotolerantes, enquanto a qualidade das águas de poços mais profundos depende basicamente de suas características hidrogeológicas e hidrogeoquímicas naturais, em função das variáveis sulfato e sódio.

  9. Estimativa da erodibilidade a partir de atributos de solos com horizonte B textural no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.J.G.S.M. Marques

    1997-09-01

    Full Text Available Os métodos existentes para estimar a erodibilidade dos solos (fator K não se têm mostrado adequados quando aplicados a solos brasileiros. Este trabalho teve por objetivo o desenvolvimento de método indireto para estimar a erodibilidade, visando obter esse fator, a partir de propriedades do solo facilmente determináveis. Assim, os horizontes A e Bt (B textural de 22 solos de várias regiões geográficas do Brasil foram submetidos a diversas análises químicas e físicas, e a descrição morfológica do perfil foi considerada. Tais resultados (variáveis independentes foram submetidos à análise de regressão linear múltipla em "stepwise", e relacionados com a erodibilidade (fator K medida diretamente no campo (variável dependente. Obtiveram-se várias equações com graus crescentes de complexidade e precisão. A partir das variáveis selecionadas, tanto do horizonte A quanto do Bt, e da distribuição do tamanho das partículas, obtida com e sem dispersante químico, foi possível estimar, satisfatoriamente, a erodibilidade desses solos. As informações contidas na descrição morfológica dos perfis de solo, especialmente as referentes à estrutura, bem como os teores de carbono orgânico, foram de grande importância para a determinação indireta da erodibilidade (fator K.

  10. AVALIAÇÃO DA CONDIÇÃO GEOMORFOLÓGICA DA BACIA DO RIO MACAÉ – RJ A PARTIR DA METODOLOGIA DE CLASSIFICAÇÃO DOS ESTILOS FLUVIAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphael Nunes de Souza Lima

    2013-03-01

    Full Text Available Diante dos problemas ambientais, que direta ou indiretamente afetam a funcionalidade geomorfológica e ecológica dos rios, a utilização de técnicas para classificação de tipologias fluviais vem se tornando uma metodologia com apelo para a gestão de bacias hidrográficas por permitir compreender as interdependências que ocorrem entre os diferentes trechos do rio desde a nascente até a foz. O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de analisar tipologias fluviais ao longo de diferentes ambientes na bacia do rio Macaé, contextualizando-os no processo de evolução da paisagem a partir da metodologia de classificação geomorfológica de canais denominada estilos fluviais (river styles. A caracterização de estilos fluviais na bacia do rio Macaé foi realizada a partir de uma rede de avaliação hierarquizada de “parâmetros chave”, referente aos principais controles da forma e comportamento do rio, sendo eles: compartimentação geomorfológica; característica do vale; forma em planta do canal; geometria do canal; unidades geomorfológicas; e composição do leito. Com base na metodologia proposta foram identificados sete estilos fluviais cuja diferenciação permitiu compreender, de forma integrada, as formas e processos que caracterizam os diferentes ambientes fluviais, compará-los, assim como identificar sua distribuição espacial na bacia. Neste contexto, o sistema hidrográfico do rio Macaé pôde ser caracterizado como uma grande área de nascentes e canais erosivos que produzem e liberam eficientemente matéria e energia até os compartimentos mais baixos do relevo, que por sua vez o processam com menor velocidade até os trechos retificados, onde há novamente um aumento da capacidade de transporte até a saída do sistema na cidade de Macaé.

  11. Vulnerabilidade à salinização das águas superficiais da Bacia do Rio Jacuipe por meio de traçadores ambientais

    OpenAIRE

    Fontes, Andréa Sousa

    2012-01-01

    O semi-árido nordestino do Brasil tem sofrido continuamente devido à elevada freqüência de períodos secos e problemas socioeconômicos. A presença da água não significa garantia de abastecimento, uma vez que, além da intermitência dos rios, o aporte de sais e esgotos na água torna-a comprometida para o consumo humano, animal e para a irrigação. Neste contexto, a presente pesquisa tem como objetivo o estudo da vulnerabilidade hídrica à salinização das águas superficiais da bacia hidrográfica do...

  12. Variabilidade espacial da resistência do solo à penetração e da taxa de estratificação de carbono orgânico do solo em um Latossolo Vermelho eutroférrico

    OpenAIRE

    Fidalski,Jonez; Tormena,Cássio Antonio; Gonçalves,Antonio Carlos Andrade; Oliveira Júnior,Rubem Silvério

    2006-01-01

    A compactação e a qualidade do solo são constantemente questionadas para a definição do manejo de solo em plantio direto. Os objetivos deste estudo foram avaliar a variabilidade espacial da resistência do solo à penetração, da densidade do solo e a taxa de estratificação de carbono orgânico do solo em camadas de um Latossolo Vermelho eutroférrico, textura muito argilosa, em áreas contíguas de plantio direto com rotação de culturas e plantio direto com sucessão de culturas associado à escarifi...

  13. O Conceito de Bacia Hidrográfica e a Importância da Caracterização Morfométrica para o Entendimento da Dinâmica Ambiental Local

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valter Luiz Iost Teodoro

    2015-01-01

    Full Text Available A presente pesquisa teve como objetivo apresentar os diferentes conceitos relativos a bacias hidrográficas e realizar a caracterização morfométrica da microbacia do córrego Marivan localizada no município de Araraquara (SP. Diferentes definições referentes ao conceito de bacias hidrográficas foram discutidas e sistematizadas. Para a caracterização morfométrica da microbacia do córrego Marivan foi utilizado um mapa topográfico na escala 1:10.000 cedido pelo Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Araraquara (DAAE. Os resultados indicam que a microbacia do córrego Marivan é pouco ramificada, com uma área de 2,1 km² e perímetro de 5,37 km. O comprimento do canal principal é de 1,37 km com uma rede de drenagem total de 1,43 km. Possui uma baixa capacidade de drenagem e densidade hidrográfica. O fator de forma e o índice de circularidade indicam que o perímetro da bacia aproxima-se a um círculo, o que favorece os processos de inundação (cheias rápidas. Concluise que a análise de aspectos relacionados à drenagem, relevo e geologia pode levar à elucidação e compreensão de diversas questões associadas à dinâmica ambiental local, todavia nenhum desses índices, isoladamente, deve ser entendido como capaz de simplificar a complexa dinâmica da bacia, a qual inclusive tem magnitude temporal.

  14. Adaptações morfofisiológicas da soja em solo inundado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pires João Leonardo Fernandes

    2002-01-01

    Full Text Available Há restrições ao crescimento de plantas em condições de inundação do solo, o que limita a sua exploração agrícola a poucas espécies. A soja pode ser uma alternativa, pela alta capacidade adaptativa a estas condições. O objetivo deste trabalho foi identificar as formas de adaptação da soja à inundação do solo, e estabelecer a melhor estratégia para fornecimento de N em solos inundados. Foi conduzido um experimento em casa de vegetação, na Faculdade de Agronomia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, de setembro a novembro de 1998. Foram testadas duas cultivares de soja (FT-Abyara e BR 4 cultivadas sob dois regimes hídricos (inundação e capacidade de campo e duas estratégias de fornecimento de N (inoculação e N mineral. Manteve-se a soja sob inundação do estádio V2 até V5 (21 dias. A soja apresentou mecanismos que permitem sua adaptação a condições de hipoxia geradas pela inundação do solo. Houve redução nos teores de N, K, Mg e Mn, e aumento nos teores de Fe nas folhas, quando da inundação. Existiram diferenças entre cultivares em solo inundado, destacando-se a cultivar FT-Abyara, pela maior adaptação. O diâmetro do caule sob a lâmina de água foi a característica mais importante na diferenciação de cultivares com vistas a tolerância à inundação. A melhor estratégia para fornecimento de N em condições de solo inundado foi a aplicação de N mineral em cobertura. Porém, mesmo em solo inundado ocorreu nodulação em soja.

  15. Uso da terra e relações de dependência com o ambiente nas planícies fluviais da sub-bacia do rio Cangati-CE

    OpenAIRE

    Lucia Brito da Cruz, Maria

    2010-01-01

    Neste trabalho busca-se analisar e avaliar a sub-bacia do rio Cangati - CE, de forma a identificar e mapear a sua capacidade de sustentabilidade quanto ao uso dos recursos naturais, caracterizar as potencialidades e limitações da utilização de suas planícies fluviais, definindo os limites das unidades de paisagens da área estudada, caracterizando seus componentes ambientais, avaliando o potencial de uso e o conflito quanto à aplicabilidade da legislação ambiental pertinente, id...

  16. ANÁLISE E COMPARTIMENTAÇÃO MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ALTO RIO DAS VELHAS – REGIÃO CENTRAL DE MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Felipe Soares Cherem

    2011-11-01

    Full Text Available A bacia hidrográfica do Rio das Velhas, porção central de Minas Gerais, é objeto de estudos geomorfológicos desde o início do século XX e, durante esse período, avanços conceituais e metodológicos permitiram que os resultados obtidos inicialmente fossem reinterpretados num novo contexto científico. Os estudos desenvolvidos nessa bacia se concentram em seu alto curso por este corresponder ao núcleo da Província Mineral do Quadrilátero Ferrífero, uma paisagem montanhosa peculiar marcada por forte condicionamento litológico, estrutural e tectônico. Entretanto, o foco de análise da geomorfologia regional ainda não havia se voltado à análise morfométrica dessa bacia hidrográfica. Essa análise permite a compartimentação de bacias hidrográficas em agrupamentos de sub-bacias com características homogêneas e, consequentemente, subsidia estudos geomorfológicos de outra natureza e o planejamento e a gestão ambiental do território. Nesse contexto, esse artigo visa fornecer esse tipo de subsídio para a bacia hidrográfica do alto Rio das Velhas. Para tanto, são apresentadas a análise e a compartimentação morfométricas dessa bacia, avaliando a significância estatística das Leis de Horton e a distribuição espacial dos demais parâmetros morfométricos. Os resultados indicam o agrupamento de sub-bacias para nove dos onze parâmetros morfométricos avaliados. Esse comportamento permite a compartimentação dessa bacia em cinco grupos, cuja diferenciação se deve a aspectos lito-estruturais e tectônicos. Observa-se que os aspectos litológicos condicionam a composição desses agrupamentos, sendo os principais elementos na configuração do relevo e da rede de drenagem, embora haja variação morfométrica entre as porções E e W no granito-gnaisse do Complexo do Bação

  17. O uso da geomorfologia no estudo dos solos: algumas considerações

    OpenAIRE

    Rocha, Geraldo César; Universidade Estadual de Londrina

    2011-01-01

    A abordagem dos ecossistemas naturais deve levar em conta todas as variáveis que podem influir na sua dinâmica. O estudo dos solos, os quais representam importante elo do ecossistema terrestre, não deve ficar restrito aos limites específicos da Pedologia, e sim fazer uso de teorias e idéias de outras disciplinas, possibilitando um entendimento mais abrangente desse recurso natural.

  18. Formigas como bioindicadores da qualidade do solo em sistema integrado lavoura-pecuária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Aparecido Crepaldi

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a comunidade de formigas em sistemas envolvendo a rotação entre lavoura e pecuária, sob plantio direto, comparado a outros sistemas de manejo e com sistemas naturais da região. O estudo foi conduzido no Município de Dourados, MS, sob Argissolo Vermelho distroférrico típico, num sistema integrado lavoura-pecuária, em plantio direto, rotacionado a cada dois anos. Outros sistemas de manejo avaliados, para comparação, incluíram o sistema convencional (aração e gradagem, sistema plantio direto e pastagem cultivada continuamente com Brachiaria decumbens, além de dois fragmentos de vegetação nativa, nos biomas Cerrado e Floresta Semidecídua. A coleta de solo foi realizada no período chuvoso (safra 2009/2010, sendo as amostragens de serapilheira realizadas com a utilização de extratores do tipo mini-Winkler, seguindo o protocolo ALL (Ants of the Leaf Litter. Os resultados indicaram morfoespécies de Strumygenys sp. e Hypoponera sp. como potencial bioindicadores de qualidade do solo. O estudo demonstrou que a importância da manutenção de fragmentos florestais (Cerrado e Floresta Semidecídua e implementação de sistemas integrados, tais como lavoura-pecuária, são menos impactantes para a mesofauna de solo e contribuem para a conservação da diversidade de formigas e manutenção da qualidade do solo.

  19. Medidas não-estruturais na prevenção de enchentes em bacias urbanas: cenários para a bacia do Gregório, São Carlos - SP

    OpenAIRE

    Elisânia Magalhães Alves

    2005-01-01

    O presente estudo aborda a questão da drenagem urbana, enfocando a interdependência entre planejamento do uso do solo e do sistema de drenagem para o controle das enchentes. Considera que o sistema de drenagem, no planejamento de uma bacia urbana sustentável, deve ser previsto na fase inicial do planejamento urbano e integrado aos demais planos de desenvolvimento, para que atue de maneira preventiva, o que depende de conhecimento prévio do funcionamento do sistema urbano e da capacidade de pr...

  20. Fósforo da biomassa microbiana em solos sob diferentes sistemas de manejo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D. S. Rheinheimer

    2000-09-01

    Full Text Available A biomassa microbiana assume papel importante na reciclagem do fósforo em solos tropicais e subtropicais. Este trabalho teve por objetivo quantificar o teor de fósforo armazenado na biomassa microbiana em solos submetidos a diferentes métodos de preparo e sucessões de culturas. Para tal, foram utilizados quatro experimentos, instalados em diferentes locais no Rio Grande do Sul a partir de 1979, envolvendo métodos de preparo do solo e sucessões de culturas. Em 1997, coletaram-se amostras de solos nos sistemas plantio direto e cultivo convencional, com várias sucessões de culturas, em três camadas de solo. O fósforo acumulado na biomassa microbiana foi determinado por fumigação-extração. O fósforo na biomassa não diferiu entre os métodos de preparo do solo no Latossolo Vermelho Distroférrico típico, mas foi maior no sistema plantio direto em comparação ao cultivo convencional no Latossolo Vermelho Distrófico típico e Argissolo Vermelho Distrófico típico. O cultivo de diferentes plantas anuais não afetou os teores de fósforo microbiano. O fluxo anual de P através da biomassa microbiana variou de 8 a 22 mg dm-3 ano-1 e, no Argissolo Vermelho Distrófico típico, foi maior no sistema plantio direto do que no cultivo convencional.

  1. BALANÇO DE RADIAÇÃO POR SENSORIAMENTO REMOTO EM BACIA HIDROGRÁFICA DA ZONA DA MATA NORDESTINA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    OLIVEIRA LEIDJANE MARIA MACIEL DE

    2015-03-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou determinar o balanço radiativo na bacia hidrográfica do rio Tapacurá - PE, área com presença intensa de nebulosidade, por meio de produtos MODIS dos satélites Terra (MOD11A1 e MOD09GA e Aqua (MYD11A1 e MYD09GA. Instalou-se uma estação meteorológica experimental no período de janeiro/2010 a agosto/2011, destinada ao monitoramento de dados meteorológicos complementares ao processamento do saldo radiativo, além do cômputo in loco do mesmo. O saldo de radiação instantâneo estimado com os produtos MODIS situou-se entre 400 e 700 W m-2, com maiores valores registrados no reservatório do Tapacurá e os menores nas áreas urbanas. Já o saldo de radiação diário estimado variou de 95,4 a 157,5 W m-2, com média de 125,4 W m-2. As diferenças entre o saldo de radiação medido na estação experimental (área de pastagem e o estimado pelos produtos MODIS, resultaram em Diferença Absoluta Média, Diferença Relativa Média e Raiz da Diferença Quadrática Média, com valores de 122,4 W m-2, 30,1% e 140,7 W m-2, respectivamente, para o saldo de radiação instantâneo, e 7,4 W m-2, 5,8% e 9,7 W m-2, para o saldo de radiação diário. Concluiu-se que não obstante a intensa presença de nuvens na região foi possível obter o saldo radiativo na bacia do rio Tapacurá - PE, com base em produtos MODIS, onde os resultados foram compatíveis com outros estudos, confirmando a eficiência na aplicabilidade da técnica.

  2. Fishes of the Taquari-Antas river basin (Patos Lagoon basin, southern Brazil Peixes da bacia do rio Taquari-Antas (sistema da Laguna dos Patos, sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    FG. Becker

    2013-02-01

    Full Text Available The aquatic habitats of the Taquari-Antas river basin (in the Patos Lagoon basin, southern Brazil are under marked environmental transformation because of river damming for hydropower production. In order to provide an information baseline on the fish fauna of the Taquari-Antas basin, we provide a comprehensive survey of fish species based on primary and secondary data. We found 5,299 valid records of fish species in the basin, representing 119 species and 519 sampling sites. There are 13 non-native species, six of which are native to other Neotropical river basins. About 24% of the total native species are still lacking a taxonomic description at the species level. Three native long-distance migratory species were recorded (Leporinus obtusidens, Prochilodus lineatus, Salminus brasiliensis, as well as two potential mid-distance migrators (Parapimelodus nigribarbis and Pimelodus pintado. Although there is only one officially endangered species in the basin (S. brasiliensis, restricted range species (21.7% of total species should be considered in conservation efforts.Os ambientes aquáticos da Bacia do rio Taquari-Antas (Bacia da Laguna dos Patos, sul do Brasil vêm sofrendo considerável transformação, principalmente em razão da implantação de barragens para geração de energia elétrica. Com o objetivo de estabelecer um diagnóstico amplo da ictiofauna da Bacia do Taquari-Antas, realizou-se um inventário das espécies dessa bacia a partir de dados primários e secundários. Foram obtidos 5.299 registros válidos de espécies de peixe na bacia, representando 119 espécies e 519 localidades amostradas. Ocorrem, na bacia, 13 espécies não nativas, seis das quais são oriundas de outras bacias neotropicais. Cerca de 24% de todas as espécies carecem de descrição taxonômica no nível específico. Foram registradas três espécies nativas migradoras de longa distância (Leporinus obtusidens, Prochilodus lineatus e Salminus brasiliensis e

  3. Building predictive models of soil particle-size distribution Construção de modelos preditivos da distribuição do tamanho de partículas do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro Samuel-Rosa

    2013-04-01

    Full Text Available Is it possible to build predictive models (PMs of soil particle-size distribution (psd in a region with complex geology and a young and unstable land-surface? The main objective of this study was to answer this question. A set of 339 soil samples from a small slope catchment in Southern Brazil was used to build PMs of psd in the surface soil layer. Multiple linear regression models were constructed using terrain attributes (elevation, slope, catchment area, convergence index, and topographic wetness index. The PMs explained more than half of the data variance. This performance is similar to (or even better than that of the conventional soil mapping approach. For some size fractions, the PM performance can reach 70 %. Largest uncertainties were observed in geologically more complex areas. Therefore, significant improvements in the predictions can only be achieved if accurate geological data is made available. Meanwhile, PMs built on terrain attributes are efficient in predicting the particle-size distribution (psd of soils in regions of complex geology.É possível construir modelos preditivos (MPs da distribuição do tamanho de partículas do solo (DTP em uma região que possua geologia complexa e uma superfície geomórfica jovem e instável? O principal objetivo deste trabalho foi responder a essa questão. Um conjunto de 339 amostras de solo de uma pequena bacia hidrográfica de encosta do sul do Brasil foi usado para construir MPs da DTP na camada superficial do solo. Modelos de regressão linear múltiplos foram construídos com atributos de terreno (elevação, declividade, área de captação, índice de convergência, índice de umidade topográfica. Os MPs explicaram mais da metade da variância dos dados. Esse desempenho é semelhante (se não melhor ao da abordagem tradicional de mapeamento de solos. Para algumas frações de tamanho, o desempenho dos MPs pode chegar a 70 %. As maiores incertezas ocorrem nas áreas de maior

  4. Funcionalidades ambientais de solos altomontanos na Serra da Igreja, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Bergamini Scheer

    2011-08-01

    Full Text Available Apesar de ainda existirem ecossistemas altomontanos no Paraná em excelente estado de conservação, iminentes ameaças antrópicas e a fragilidade desses ambientes têm sido motivos de preocupação. Este trabalho teve os seguintes objetivos: caracterizar solos de área representativa dos campos e florestas altomontanas ocorrentes na Serra da Igreja; apontar quais os possíveis fatores pedológicos que resultam nessas diferentes fitotipias; e caracterizar algumas das suas funcionalidades ambientais (estoque de C e de água. Os principais solos encontrados nos campos foram Organossolos Fólicos fíbricos/sápricos (líticos e típicos e Organossolos Háplicos fíbricos/sápricos (típicos e térricos e, nas florestas altomontanas, Gleissolos Háplicos alíticos típicos. Ambas as classes são de solos distróficos, extremamente ácidos, com alta saturação por Al trocável e altos teores de C orgânico total. A distribuição das florestas altomontanas está fortemente controlada por vales e colos de cumeeiras, os quais estão sujeitos a processos morfogenéticos que resultam em solos com horizontes minerais. Já os campos estão estabelecidos em topos, onde processos pedogenéticos promoveram espessamento de horizontes hísticos, os quais, em função de suas características intrínsecas, aliadas aos fortes ventos, parecem conter com sucesso o avanço da floresta sobre o campo. Os estoques de C por unidade de área nos solos dos campos são superiores aos dos solos das florestas altomontanas, sendo ambos considerados altos quando comparados aos dados de outros ecossistemas, sendo duas a três vezes maiores do que os encontrados em solos de ecossistemas de altitudes mais baixas na mesma latitude. Também foi constatada alta capacidade de retenção hídrica devido à porosidade total verificada nos horizontes hísticos, os quais têm o potencial de reter em média 12 vezes seu volume em água.

  5. VELOCIDADE AUTOSSELECIONADA E IDEAL DA CAMINHADA DE AMPUTADOS TRANSFEMORAIS: SOLO E ESTEIRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Luísa Bona

    Full Text Available RESUMO Introdução: A velocidade de progressão é, em geral, determinada em pesquisas na área da locomoção. Objetivo: Comparar as medidas de velocidade autosselecionada no solo, na esteira rolante e a velocidade ideal estimada pelo número de Froude em sujeitos amputados transfemorais. Método: Primeiramente foi determinada a velocidade no solo; em seguida, realizou-se o teste na esteira, e a velocidade ideal foi estimada a partir dos dados antropométricos. Todos os sujeitos utilizavam joelho hidráulico e pé em fibra de carbono. Para comparação entre as velocidades foi realizada ANOVA de duas vias. Resultados: A velocidade autosselecionada na esteira foi menor (22% do que no solo. Tanto a velocidade autosselecionada na esteira como a do solo foram 44% e 22% menores do que a velocidade ideal estimada, respectivamente. Conclusão: As velocidades analisadas no presente estudo foram diferentes, provavelmente, devido à variação dos parâmetros cinemáticos.

  6. Composição de resíduos de varrição e resíduos carreados pela rede de drenagem, em uma bacia hidrográfica urbana

    OpenAIRE

    Neves,Marllus Gustavo Ferreira Passos das; Tucci,Carlos Eduardo Morelli

    2011-01-01

    Apresentam-se aqui resultados de estudo sobre a composição física de resíduos sólidos de varrição e também daqueles vindos por uma rede de drenagem, em uma bacia hidrográfica urbana, identificando, dentre outros, influências da frequência do serviço de varrição e da época do ano. Os resíduos de varrição foram provenientes de várias partes do solo da bacia e os da rede de drenagem eram retirados de um poço de casa de bombas, para onde convergia todo o escoamento da rede. Alguns resultados inte...

  7. Uso da terra e atributos de solos do estado do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo C. do Nascimento

    2014-09-01

    Full Text Available A região da Encosta Inferior do Nordeste, no estado do Rio Grande do Sul, apresenta, na atividade agrícola, variações no tipo de uso do solo e sistemas de produção podendo levar à diferenciação nos atributos do solo e a processos de degradação. Com o objetivo de avaliar a granulometria e os atributos químicos do solo e compará-los em diferentes tipos de uso e manejo 78 glebas foram amostradas com oito diferentes tipos de uso, em sistemas de produção convencional e de base agroecológica (orgânico entre 2009 e 2010 enquanto amostras de solo foram coletadas na camada de 0 a 20 cm e realizadas determinações de uma série de atributos. Os resultados destacaram, entre outros, o pH, a condutividade elétrica e os teores de zinco e fósforo com maiores valores no uso com olericultura convencional; por sua vez, o enxofre apresentou maiores teores nas áreas de viticultura. A aplicação de análise discriminante indicou que 67% das glebas tiveram enquadramento em seus usos definidos por ocasião da amostragem (originais e a análise de componentes principais ressaltou maior semelhança entre os tipos de uso em sistema orgânico e na lavoura convencional. Alguns elementos apresentaram teores bastante altos indicando um potencial de contaminação e degradação ambiental.

  8. Tipos de estrutura urbana e consumo de água, análise da morfologia urbana na Bacia Hidrográfica do Riacho Fundo

    OpenAIRE

    Sotero, Marília Serena Porto

    2014-01-01

    Tipos de Estrutura Urbana (UST) são unidades espaciais mínimas que possuem certa homogeneidade no tipo de cobertura, uso e acesso a ecosserviços. Nesse trabalho o conceito de UST é aplicado a partir da classificação visual manual de fotografias aéreas e análises in situ. O objetivo do trabalho foi mapear classes UST na região intraurbana da Bacia Hidrográfica do Riacho Fundo, no Distrito Federal/Brasil, e analisar essa base comparando-a a variáveis socioeconômicas e dados de consumo de água. ...

  9. Avaliação visual da qualidade da estrutura do solo em sistemas de uso das terras

    OpenAIRE

    Joelcio Eurich; Pedro Henrique Weirich Neto; Carlos Hugo Rocha; Zíngara Rocio dos Santos Eurich

    2014-01-01

    Sistemas sustentáveis de produção agropecuária demandam solos com boa estrutura, por isso, são necessários métodos eficientes para avaliação dessa estrutura. Objetivou-se, com este estudo, aplicar a metodologia de avaliação visual da estrutura do solo, em áreas previamente cobertas por Floresta com Araucária, em longo período de uso após o desmatamento. Selecionaram-se áreas sob três tipos de usos: floresta nativa, pastagem e cultivo agrícola, considerados como tratamento, sendo realizadas de...

  10. ASPECTOS ECOLÓGICOS DA COMUNIDADE DE PARASITOS EMDUAS ESPÉCIES DE LORICARIIDAE DA BACIA IGARAPÉ FORTALEZA, ESTADO DO AMAPÁ, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raissa Alves Gonçalves

    2014-04-01

    Full Text Available Os parasitos têm sido reconhecidos como importantes componentes dos ecossistemas. Esses usam o ambiente para a sua transmissão e podem infectar diversas espécies de peixe no ecossistema. O presente estudo investigou a ecologia parasitária em Squaliforma emarginata e Harttia duriventris da bacia Igarapé Fortaleza, região de Macapá, estado do Amapá, Norte do Brasil. Para ambos os peixes houve similar nível de infecção por Ichthyophthirius multifiliis (Ciliophora, parasito dominante e com dispersão agregada. Spironucleus sp. (Hexamitidae ocorreu somente nas brânquias de H. duriventris, enquanto Trinigyrus mourei (Monogenoidea e Procamallanus inopinatus (Camallanidae foram encontrados somente S. emarginata. O índice de Brillouin, riqueza de espécies de parasitos, uniformidade e dominância de Berger-Parker foram maiores em S. emarginata, mas paraambos os hospedeiros a comunidade parasitária foi caracterizada por baixa diversidade e baixa uniformidade. Em H. duriventris e S. emarginata, o baixo parasitismo não afetou o fator de condição relativo (Kn dos hospedeiros. Em S. emarginata houve correlação positiva da abundância de I. multifiliis com o comprimento, peso e Kn dos hospedeiros,enquanto que em H. druventris somente o peso e Kn mostram correlação com a abundância desse ciliado. Este foi o primeiro registro de I. multifiliis, Spironucleus sp. e P.inopinatus para H. duriventris e S. emarginata. Palavras-chave: Amazônia, Diversidade, Parasitos, Peixes de água doce, Metazoários. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n1p15-21

  11. Contribuição ao estudo da desertificação na Bacia do Taperoá Contribution to study of desertification in the Taperoá Basin

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bartolomeu I. de Souza

    2004-12-01

    Full Text Available O fenômeno da desertificação na região semi-árida do Nordeste do Brasil é estudado a partir da análise de variáveis representativas do clima, vegetação, solos e aspectos socioeconômicos na bacia hidrográfica do Taperoá, no Estado da Paraíba - Brasil. As séries temporais da precipitação anual de 32 pluviômetros foram examinadas e um mapa de tendência da pluviosidade anual foi traçado. As variáveis mencionadas acima são estimadas para os municípios de São João do Cariri e Cabaceiras, respectivamente. Os resultados mostram, de modo diferenciado para os dois municípios, a susceptibilidade à desertificação. No primeiro município, todas as variáveis analisadas contribuem para afirmar que um processo bastante significativo de desertificação está em curso, inclusive associado a uma diminuição das precipitações anuais.The phenomenon of desertification in the semi-arid region of Northeast Brazil is studied from the analysis of some variables representative of climate, vegetation, soils and some economic and social aspects in the Taperoá Basin in the State of Paraíba, Brazil. Annual rainfall data from 32 rain gauges was treated by temporal series analysis and a trend map was drawn. All the above listed variables were estimated for São João do Cariri and Cabaceiras districts. Results show a diferent mode of susceptibility to desertification for both districts, especifically, in the São João do Cariri district, all the variables treated in this study contributed to the occurrence of a desertification process including a negative trend in annual rainfall.

  12. Variabilidade espacial da produtividade do feijoeiro e atributos físicos em dois sistemas de preparo do solo

    OpenAIRE

    Longui, Flávio Coutinho

    2015-01-01

    É importante considerar a variabilidade espacial de solos sempre que a amostragem de campo for efetuada, pois pode indicar locais que necessitam de tratamento diferenciado quanto ao preparo, sem prejuízo para a representatividade, possibilitando maior detalhamento da área. Com o surgimento e desenvolvimento da agricultura de precisão, o estudo geoestatístico dos atributos físicos do solo com a relação da produtividade do feijão vem se intensificando. Observa-se que as variabilidades espaciais...

  13. Similaridade da qualidade das águas superficiais da bacia do Curu, Ceará Similarity of surface water quality at Curu watershed, Ceará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helba Araújo de Queiroz Palácio

    2009-12-01

    Full Text Available Com a demanda de água crescendo a cada ano, é necessária uma maior atenção aos fatores responsáveis da qualidade das águas. Esta pesquisa teve como objetivo identificar a similaridade de variáveis determinantes da qualidade das águas do trecho perenizado da bacia do Curu, Ceará, durante a estação seca e chuvosa, pelo emprego de análise multivariada. As amostras de água foram coletadas em sete pontos (georreferenciados, nos meses de janeiro, março, maio e agosto de 2005, totalizando 28 amostras. Nas águas, foram analisados os seguintes atributos: pH, CE, Ca2+, Mg2+, Na+, K+, Cl-, CO3-, HCO3-, SO4-, PO4(3-, NH4- e NO3-. Quatro grupos homogêneos foram identificados, sendo estes independentes da posição geográfica dos pontos de coleta, demonstrando a maior influência da sazonalidade na definição da similaridade da qualidade dessas águas. Os valores da RAS (Razão de Adsorção de Sódio definiram a dissimilaridade do grupo 1 em relação aos demais; já o grupo 2 foi definido pelo nitrato e fósforo; enquanto que os valores da Condutividade Elétrica (CE e da RAS, os íons sódio e o cloreto determinaram a dissimilaridade entre os grupos 3 e 4. Embora as águas dessa área sejam inadequadas ao consumo humano, CE>0,5d Sm-1, o cloreto e o sódio não representam riscos à saúde humana. Com relação aos parâmetros determinantes para irrigação, em apenas um grupo a salinidade apresentou restrição ligeira a moderada, enquanto a RAS apresentou a mesma restrição em todos os grupos.A special attention should be devoted to the water quality determinant factors, since the water supply has been decreased each year. The aim of this research was to define the similarity of determinant variables of water quality in the perennialized part of the Curu watershed, Ceará, Brazil. Multivariate analysis/Cluster Analysis was used for this investigation and it was proceeded during the wet and dry season. The samples were took in seven

  14. Interfaces da gestão ambiental urbana e gestão regional: análise da relação entre Planos Diretores Municipais e Planos de Bacia Hidrográfica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Bovo Peres

    2013-12-01

    Full Text Available Este artigo relata uma pesquisa que discute como a questão ambiental vem sendo tratada nos instrumentos e práticas de gestão localizadas em dois recortes territoriais: municípios e bacias hidrográficas. Foi analisada a relação da dimensão ambiental com a gestão regional e municipal, por meio dos instrumentos Planos de Bacia Hidrográfica e Planos Diretores Municipais, tendo como locus a Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos Tietê-Jacaré do Estado de São Paulo. Os objetos de pesquisa selecionados foram o Plano de Bacia Hidrográfica Tietê-Jacaré e os Planos Diretores de Araraquara e São Carlos. A pesquisa abordou as seguintes categorias de análise: unidades de planejamento, instrumentos ambientais contidos no Plano de Bacia e nos Planos Diretores, instâncias de gestão e grau de influência entre os planos analisados. O método se pautou em levantamentos, análises bibliográficas e documentais, entrevistas semiestruturadas e questionários. Os resultados obtidos apontaram que o Plano de Bacia Hidrográfica ainda apresenta lacunas e dificuldades para uma atuação mais ampliada. Não reconhece os conflitos de uso da terra e de organização territorial como uma vulnerabilidade que precisa ser enfrentada. Mostraram, ainda, que os Planos Diretores Municipais concentram-se na aplicação dos instrumentos voltados ao parcelamento e ao zoneamento urbano. Nesses planos, as condições e os aspectos ambientais e regionais se apresentam como uma temática periférica e pouco articulada com as demais políticas. As análises procuraram demonstrar a complexa relação entre políticas, instrumentos e instâncias de planejamento e gestão, explicitando os obstáculos que dificultam a aplicação do conceito de gestão territorial integrada.

  15. Extratores de fósforo em solos da Amazônia tratados com fertilizantes fosfatados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E. C. Brasil

    1997-12-01

    Full Text Available Com o objetivo de avaliar a disponibilidade de fósforo em amostras de solos representativos da Amazônia, desenvolveu-se um experimento em casa de vegetação do Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Piracicaba (SP, de outubro de 1993 a março de 1994, utilizando-se amostras da camada superficial de cinco solos (LA-médio, LA-argiloso, LA-muito argiloso, PV-argiloso e PV-muito argiloso. Foram usados, como fontes de P, superfosfato triplo, termofosfato yoorin em pó, termofosfato yoorin semi-acabado e fosfato natural da Carolina do Norte, nas doses de P equivalentes a 0, 40, 80 e 120 mg kg-1 de solo. Caupi e arroz foram usados como plantas-testes, e os resultados de produção de matéria seca e de P acumulado na parte aérea foram correlacionados com os de teores de P nas amostras de cada solo. A extração de P foi efetuada por meio dos métodos da resina trocadora de ânions, Mehlich-1, Mehlich-3 e Bray-I. Os resultados obtidos demonstraram que o extrator Mehlich-1 extraiu grandes quantidades de fósforo nos tratamentos com fosfato natural da Carolina do Norte. Independentemente da fonte de fósforo utilizada, o extrator Mehlich-3 apresentou as melhores correlações com o caupi e o arroz. Os extratores Mehlich-3 e Bray-I apresentaram maior sensibilidade às variações de solo. O extrator Mehlich-3 mostrou-se adequado na avaliação da disponibilidade de fósforo para as plantas, em diferentes condições de solos e fontes de fósforo.

  16. Temporal analysis of the connectivity and potential transport capacity of sediments in semiarid meso-basin, CE, Brazil. = Análise temporal da conectividade e da capacidade de transporte potencial de sedimentos em meso-bacia semiárida, CE, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Wellington Batista Lopes

    2013-08-01

    bacia. A avaliação da conectividade foi realizada por meio de um índice quantitativo. A determinação do pico de descarga foi pelo método NRCS (Natural Resouces Conservation Service e a capacidade de transporte do escoamento (CT; Mg ha-1 ano-1 foi calculada a partir do método de Morgan (2001 modificado. Os resultados encontrados permitiram concluir que: o índice potencial de conectividade não apresentou linearidade, mas um possível padrão de distribuição espacial de alternância entre áreas produtoras e receptoras; o uso e ocupação do solo é determinante na variação espacial das vazões de pico; a capacidade de transporte potencial associada ao índice de conectividade fornece melhores estimativas dos processos erosivos nabacia; em ambos os modelos utilizados, o uso e ocupação do solo foi determinante nos resultados finais.

  17. Ecologia da paisagem de remanescentes florestais na bacia hidrográfica do Ribeirão das Pedras - Campinas -SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Luiz Etto

    2013-12-01

    Full Text Available A fragmentação dos extratos florestais e o uso de terras, muitas vezes sem os cuidados necessários para mitigação dos impactos decorrentes das atividades antrópicas, geram ecossistemas fragilizados por fenômenos como o efeito de borda, ou seja, alterações localizadas nas áreas de contato entre a matriz antropizada e o remanescente florestal. Nesse contexto, este trabalho teve por objetivo estudar a fragilidade dos fragmentos encontrados na Bacia Hidrográfica do Ribeirão das Pedras, no Município de Campinas, SP, Brasil, utilizando técnicas de geoprocessamento. Com a base cartográfica do município, avaliaram-se o tamanho do fragmento e a tendência de formato alongado ou circular. Com base em dados cartográficos de 1962, 1972 e 2006, observou-se o declínio quantitativo e qualitativo dos fragmentos. Devido ao processo de urbanização não planejada do município, os fragmentos de menor área foram desmatados. Estes, apesar de não terem capacidade ecológica para sustentar níveis tróficos mais elevados, servem como "trampolins ecológicos", contribuindo para o fluxo biológico. De maneira análoga, os remanescentes maiores também foram desmatados e sua área, reduzida. De maneira geral, o formato dos fragmentos passou a tender para o formato alongado, o que sugere maior contato entre os remanescentes e a matriz antrópica, aumentando, assim, a vulnerabilidade dos fragmentos. Destaca-se o caso do remanescente de Cerrado encontrado no extremo nordeste da bacia que possui tendência de formato alongado (IC = 0,62 e área reduzida (0,38 ha, mostrando-se, assim, muito vulnerável às pressões antrópicas. Assim, conclui-se que os fragmentos florestais da bacia hidrográfica estudada estão altamente vulneráveis.

  18. Estrutura da comunidade de artrópodes de solo em diferentes fitofisionomias da Reserva Particular do Patrimônio Natural – Sesc Pantanal, Brasil

    OpenAIRE

    Mudrek, Jessica Rhaiza; Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG); Massoli Junior, Edson Viana; Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG)

    2014-01-01

    As teias alimentares presentes na serrapilheira são de extrema importância para que haja a ciclagem dos nutrientes presentes no solo. A fauna de artrópodes de solo vem sendo estudada no Pantanal matogrossense para que ocorra identificação dos grupos, bem como sua riqueza e distribuição. O objetivo deste trabalho foi analisar a comunidade de artrópodes em duas fitofisionomias do Pantanal, além de verificar a relação da abundância e/ou riqueza da fauna com a altura da serrapilheira. O estudo fo...

  19. GEOCRONOLOGIA DE TERRAÇOS FLUVIAIS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CORUMBATAÍ-SP A PARTIR DE LUMINESCÊNCIA OPTICAMENTE ESTIMULADA (LOE)

    OpenAIRE

    Renê Lepiani Dias; Archimedes Perez Filho

    2015-01-01

    O objetivo do presente trabalho constitui-se na análise geocronológica em terraços fluviais, tendo como área de estudo o alto curso da bacia hidrográfica do rio Corumbataí. Para atingir este objetivo foram identificados e selecionados alto e baixos terraços, onde foram coletadas amostras dos materiais de recobrimento das coberturas superficiais, material de origem dos solos, para realização de análises laboratoriais. Resultados obtidos a partir da análise granulométrica foram interpretados po...

  20. Estoques de carbono e nitrogênio de solos e sua relação com atributos químicos de solos, águas e sedimentos marginais como indicadores de manejo e conservação de ecossistemas na bacia do Rio Paraopeba-MG

    OpenAIRE

    Silva, Libério Junio da

    2015-01-01

    O avanço das fronteiras agrícolas, caracterizado pela substituição de ecossistemas naturais por áreas cultivadas, vem tomando força nas últimas décadas, levando a alterações na qualidade do solo e na dinâmica da matéria orgânica do solo e dos ecossistemas aquáticos. Sabe-se que o solo é um importante reservatório de carbono (C) e nitrogênio (N) e, em função do manejo, parte desse reservatório pode ser liberado (perdido) para a atmosfera e/ou hidrosfera, contribuindo para o aumento das concent...

  1. Novas Ocorrências de Âmbar Provenientes da Bacia do Araripe (Formação Santana, Membro Crato.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Pereira

    2007-07-01

    Full Text Available O âmbar é uma resina fóssil originada devegetais superiores, tanto gimnospermas quantoangiospermas. A análise de sua composição molecularpermite que se determine a origem botânica domesmo, também apresentando importância pela suaextraordinária capacidade de preservação de inclusõesorgânicas, tais como insetos, pequenos vertebrados erestos vegetais. No Brasil, a Bacia do Araripe constituia bacia sedimentar mais prolífica em âmbar, tendosido relatadas diversas ocorrências. Esses registrossão todos provenientes do Membro Crato, FormaçãoSantana (Cretáceo Inferior, Aptiano, consistindosempre em gotas de material resinoso imersos emcamadas de calcário laminado. A análise químicade algumas dessas amostras indicou a famíliaAraucariaceae como a possível fonte botânica dessesâmbares. Na localidade de Nova Olinda, CE, foramencontrados três fragmentos de material resinosocom aspecto vítreo amarelado e diâmetro médiode 1 cm, constituindo um novo registro de âmbarno Brasil. Os fragmentos encontram-se imersosem placas de calcário laminado, típico do MembroCrato. A superfície dos mesmos apresenta aspectotrincado, com morfologia semelhante a um padrãode fratura do tipo conchoidal. Seus eixos maioresencontram-se paralelos aos planos de estratificaçãodo sedimento, estando deformados nesse sentidoprovavelmente devido à compressão litostática. Nomomento, esses âmbares estão sendo analisados porCromatografia Gasosa acoplada à Espectrometriade Massas para caracterização da composiçãomolecular e conseqüente estabelecimento da origembotânica dos mesmos.

  2. Séries monotípicas da bacia de Taubaté: 4 - Ipiranga, coruja e feital Monotypical series of Taubaté basin: 4 - Ipiranga, coruja and feital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco da Costa Verdade

    1964-01-01

    Full Text Available Neste trabalho, prosseguem os estudos dos solos da Bacia de Taubaté, no Vale do Rio Paraíba, sob os pontos de vista químico, morfológico e genético. A série Ipiranga desenvolve-se em depósitos barrentos da sedimentação terciária, em topografia levemente ondulada. São solos friáveis com grande desenvolvimento do horizonte A e as camadas superficiais de coloração 10 YR, passam em profundidade a 7,5 YR. Possuem pequenos teores de bases totais e trocáveis; são ácidos e têm a relação sílica/alumina ao redor de 1,6. Apesar da dominância de caulinita, encontra-se na superfície um mineral de estrutura da mica. Aventa-se a possibilidade de influência da formação pré-Cambriana em período recente.A série Coruja está situada em posições de maior influência do fator água, apesar de ser considerada como solo de boa drenagem. Sua origem é de sedimentos barrentos da formação terciária e de coloração amarela em todo o perfil (10 YR. O horizonte B não pode ser considerado textural ou colorido e o horizonte A é proeminente. É solo depauperado em bases trocáveis, sem potencial e ácido. O seu uso em agricultura deve estar condicionado à correção da acidez e à elevação dos níveis de nutrientes das plantas. A fração argila é constituída dominantemente de caulinita, com goethita e gibsita. A série Feital apresenta as mesmas propriedades das anteriores, tendo um A proeminente, mas o horizonte B pode ser considerado colorido. Diferencia-se das anteriores, pois as camadas profundas caem dentro da classe textural argilosa. É solo poroso, muito ácido e com baixos teores de base trocável e total. Na fração argila, encontra-se dominantemente a caulinita, com gibsita, goethita e quartzo de dimensão coloidal, numa camada.This paper reports a study of three soil series occurring in the Taubaté basin, located at Rio Paraíba Valley, and it characterizes them from chemical, morphological and genetic points of view

  3. Análise Morfométrica da Rede de Drenagem da Bacia do Rio do Machado-MG / Morphometric Analisys of Machado Drainage Basin – Minas Gerais State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli Carina Siqueira Ribeiro

    2010-04-01

    Full Text Available Este artigo visa analisar a rede de drenagem através da utilização das técnicas de indice Relação Declividade e Extensão do Curso de agua (RDE e análise do perfil longitudinal dos vales, numa região chave do Planalto Sul de Minas, a fim de contribuir com estudos sobre evolução da paisagem da região sudeste do Brasil. A pesquisa foi realizada na Bacia Hidrográfica do Rio do Machado (MG, afluente do Alto Rio Grande, e regiões adjacentes, localizadas no Planalto Sul de Minas. O Rio do Machado apresenta uma particularidade em seu curso, com uma mudança brusca de direção tomada por sua drenagem na área próxima ao seu médio curso. Com a aplicação das técnicas pretende-se compreender melhor a dinâmica do relevo na área, identificando áreas com indício de ação neotectônica e seu padrão de distribuição na bacia.

  4. Espectroscopia de infravermelho na determinação da textura do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Maris Ferraresi

    2012-12-01

    Full Text Available A aplicação de técnicas espectroscópicas que utilizam a radiação infravermelha (NIRS-Near Infrared Spectroscopy e DRIFTS-Diffuse Reflectance Fourier Transformed Spectroscopy na análise inorgânica do solo tem sido proposta desde a década de 1970, mas até os dias atuais são raros os métodos implementados rotineiramente no Brasil. Isso deve-se à dificuldade em construir modelos de calibração, por meio de métodos estatísticos multivariados, utilizando-se amostras reais de solo, de constituição complexa, que varia geograficamente e de acordo com o manejo. Por isso, os objetivos deste trabalho foram construir modelos de calibração em NIRS e DRIFTS para a quantificação das frações de argila e areia, em amostras de solos de classes diferentes - Latossolo Vermelho (predominante, Nitossolo, Argissolo Vermelho e Neossolo Quartzarênico - e avaliar qual dessas duas técnicas é mais adequada para essa finalidade, assim como a interferência do agrupamento de amostras e da seleção de variáveis espectrais na qualidade desses modelos. Para isso, valores de referência obtidos pelo método do densímetro, método largamente utilizado nos laboratórios de análise de solo, foram correlacionados com valores de absorbância em NIRS e DRIFTS pela ferramenta estatística PLS (Partial Least Squares, obtendo-se altos coeficientes de determinação (R², de 0,95, 0,90 e 0,91 para argila, silte e areia, respectivamente, na validação externa. Isso confirma a aplicabilidade das técnicas espectroscópicas na análise granulométrica do solo para fins agrícolas. O agrupamento das amostras segundo a localização e a seleção de variáveis espectrais pouco influenciou na qualidade dos modelos. A técnica espectroscópica mais indicada para essa finalidade foi a DRIFTS.

  5. Atributos do Solo Relacionados com a Produção da Castanheira-do-Brasil (Bertholletia excelsa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirian Gomes Costa

    2017-05-01

    Full Text Available RESUMO Neste estudo foram analisados os atributos do solo relacionados com variações na produção de frutos da castanheira bem como o estado nutricional da espécie. As árvores foram selecionadas em parcela permanente (Caracaraí, RR e divididas em quatro classes de produção: alta, média, baixa e muito baixa. Em novembro de 2009, amostras de solo e folhas foram coletadas para se avaliar a fertilidade do solo, o número de esporos de fungos micorrízicos arbusculares e o estado nutricional das árvores. Árvores com maior produção de frutos ocorreram associadas a maior teor de Al trocável na camada de 0-20 cm do solo, bem como a menor valor de pH e saturação por bases. A variável discriminante resultante deste estudo não foi considerada como responsável por interferir no potencial produtivo da castanheira-do-brasil, mas serviu como indicativo de que árvores mais produtivas contribuem na remoção de bases trocáveis, favorecendo a acidificação do solo.

  6. Resposta da soja e da biomassa de carbono do solo aos resíduos de cinco genótipos de sorgo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. A. Vasconcellos

    1999-03-01

    Full Text Available O trabalho teve como objetivo avaliar a influência de resíduos de cinco cultivares de sorgo (Sorghum bicolor L.: CMS XS 376, CMS XS 365, BR 304, BR 700 e CMS XS 755 no crescimento e no desenvolvimento da soja. Esses resíduos foram colhidos em três estádios do desenvolvimento reprodutivo do sorgo: florescimento, enchimento de grãos e maturação. Os tratamentos estudados constaram da deposição desses resíduos na superfície do solo ou da sua total incorporação na proporção de 4 g kg-1 de matéria seca no solo (LEd, fase cerrado. Nos tratamentos com planta, mantiveram-se três plantas de soja (cv. Doko em vasos com capacidade para 3 kg de solo. Nos tratamentos sem planta, o solo foi amostrado semanalmente para avaliação das formas de N. Após a colheita da soja, amostras de planta e de solo, de cada tratamento, foram retiradas para determinar a absorção total de N e a influência desses resíduos no N disponível extraído com KCl 2 mol L-1. Os resultados revelaram que alguns resíduos culturais de sorgo afetaram, independentemente do estádio de colheita, o desenvolvimento da soja, a absorção de N, o peso de nódulos e a biomassa microbiana do solo. Tais efeitos também foram dependentes do método de incorporação do resíduo. O teor de carbono imobilizado pela biomassa foi maior quando os resíduos de sorgo foram distribuídos na superfície do solo.

  7. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do igarapé da Prata, Capitão Poço, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Silvano Silva Rodrigues

    2016-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo realizar a caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do igarapé da Prata, localizado no município de Capitão Poço, Pará. Inicialmente gerou-se o Modelo Digital de Elevação a partir de SRTM com resolução espacial de 30 m, utilizando o sistema de informações geográficas, por meio do software ArcGis 10.1 e da extensão ArcHydro, foram calculados alguns parâmetros morfométricos para o estudo do comportamento hidrológico da bacia. A área de drenagem encontrada foi de 115,283 km² e o perímetro de 70,151 km. A bacia hidrográfica do igarapé da Prata tem formato alongado, coeficiente de compacidade de 1,829, fator de forma de 0,356 e índice de circularidade de 0,294. A densidade de drenagem obtida para a bacia foi de 0,525 km/km², com padrão dendrítico. A forma mais alongada da bacia hidrográfica indica que a precipitação pluviométrica sobre ela se distribui em diferentes pontos. De maneira geral, suas características morfométricas denotam um controle estrutural da drenagem eficiente, bem como menor risco de grandes cheias em condições normais de pluviosidade anual e topografia favorável ao escoamento superficial.Morphometric characterization of Prata catchment, Capitão Poço, Pará, BrazilAbstract: This study aimed to characterize the morphometric Prata catchment, located in the municipality of the Capitão Poço/PA. In order to do so, a Digital Elevation Model (DEM, spatial resolution of 30 meters, using as database and analysis the system of geographic information, by means of the ArcMap 10.2 and ArcHydro systems. From this, some morphometric parameters of a previous study on the hydrologic behavior of the watershed were calculated. The drainage area was 115,283 km² and 70,151 km in perimeter. The Prata catchment was proven not easily subject to floods as the compacity coefficient was far from the unit (1,829 and its shape factor presented a low value (0,356. Such fact can

  8. Precipitação na bacia amazônica e sua associação à variabilidade da temperatura da superfície dos oceanos Pacífico e Atlântico: uma revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Limberger

    2016-12-01

    Full Text Available Estudos sobre variabilidade climática caracterizam-se como de grande importância para os estudos geográficos já que os extremos climáticos afetam diretamente as condições socioambientais. O presente estudo visa apresentar pesquisas já desenvolvidas sobre a variabilidade climática da chuva na bacia amazônica brasileira, dos oceanos adjacentes e sobre a inter-relação entre eles, com o objetivo de apresentar o estado da arte acerca do tema e contribuir para o desenvolvimento de estudos da área na ciência geográfica. O principal fenômeno que afeta a variabilidade da chuva na bacia amazônica é o ENOS, contribuindo para períodos mais secos quando da sua fase quente e períodos mais úmidos quando de sua fase fria. Também o Atlântico desempenha papel importante na variabilidade da precipitação, especialmente por modular o posicionamento da ZCIT e o transporte de umidade para a bacia amazônica. Artigos apresentados destacam também a importância de se compreender a retroalimentação entre os fenômenos que se desenvolvem no Pacífico e Atlântico, demonstrando que se trata de processos altamente acoplados e de grande complexidade, tanto no seu funcionamento quanto nos efeitos que causam na hidrologia da bacia amazônica. Pode-se concluir que as teleconexões entre a temperatura da superfície do mar e a variabilidade das chuvas na bacia amazônica constituem um tema de grande pertinência e que várias lacunas do conhecimento ainda precisam ser preenchidas.

  9. Análise da taxa de impermeabilização e tempo de concentração nas sub-bacias da área urbana de Barra do Garças – MT, Pontal do Araguaia – MT e Aragarças – GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    G. B. M. Rezende

    2015-12-01

    Full Text Available A presente pesquisa objetivou verificar as taxas de impermeabilização e tempo de concentração das sub-bacias presentes na área urbana de Barra do Garças – MT, Pontal do Araguaia – MT e Aragarças – GO. Tais variáveis podem auxiliar no ordenamento territorial da expansão urbana, bem como no planejamento urbano dessas cidades. Os resultados demonstraram que nas áreas já urbanizadas, o grau de impermeabilização e tempo de concentração das sub-bacias apresentaram  níveis considerados “médios e altos”, o que é preocupante, devido a relação dessas variáreis ao crescimento das vazões e volume escoado, e, consequentemente, aumento da frequência de inundações. Medidas não-estruturais, como legislação de uso do solo, com regras e incentivo para aumento de áreas permeáveis em lotes, bem como implantação de soluções alternativas de drenagem urbana que promovam o retardamento das águas pluviais, são soluções que podem ser implementadas na área em estudo.Analysis of the waterproofing rate and time of concentration in urban sub-basins of Barra do Garças – MT, Pontal do Araguaia – MT e Aragarças – GOAbstract: This study aimed to verify the waterproofing rates and time of concentration of these sub-basins present in the urban area of Barra do Garças – MT, Pontal do Araguaia – MT e Aragarças – GO. Such variables can assist in land use of urban expansion and the urban planning of these cities. The results demonstrated that in urban areas already, the degree of waterproofing and time of concentration of the sub-basins presented levels considered "medium and high", which is worrying, because the relationship of these variables to the growth of flows and runoff, and, consequently, increased frequency of floods. Non-structural measures such as land use legislation, with rules and incentive to increase permeable areas on lots, and implementation of alternative solutions to urban drainage that promote the

  10. Efeitos das mudanças do uso da terra na biogeoquímica dos corpos d'água da bacia do rio Ji-Paraná, Rondônia Effects of land use changes in the biogeochemistry of fluvial systems of the Ji-Paraná river basin, Rondônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alex Vladimir Krusche

    2005-06-01

    Full Text Available Este trabalho discute os efeitos das mudanças do uso do solo na biogequímica dos rios da bacia de drenagem do rio Ji-Paraná (Rondônia. Nesta região, a distribuição espacial do desmatamento e das propriedades do solo resultam em sinais diferentes, possibilitando a divisão dos sistemas fluviais em três grupos: rios com águas pobres em íons e baixo impacto; rios com conteúdo iônico intermediário e impacto médio e rios com elevados conteúdo iônico e impacto antropogênico. As características biogeoquímicas dos rios têm relação significativa com a área de pasto, melhor parâmetro para prever a condutividade elétrica (r² = 0,87 e as concentrações de sódio (r² = 0,75, cloreto (r² = 0,69, potássio (r² = 0,63, fosfato (r² = 0.78, nitrogênio inorgânico (r² = 0.52, carbono inorgânico (r² = 0.81 e carbono orgânico (rain ² = 0.51 dissolvidos. Cálcio e magnésio tiveram sua variância explicada pelas características do solo e pastagem. Nossos resultados indicam que as mudanças observadas na micro-escala constituem "sinais biogeoquímicos" gerados pelo processamento do material nas margens dos rios. A medida em que os rios evoluem para ordens superiores, os sinais persistentes nos canais fluviais estão mais associdados às características da bacia de drenagem (solos e uso da terra. Apesar dos efeitos das mudanças observadas no uso do solo não serem ainda detectáveis na macro-escala (bacia amazônica, a disrupção da estrutura e funcionamento dos ecossistemas é detectável nas micro e meso escalas, com alterações significativas na ciclagem de nutrientes nos ecossistemas fluviais.In this article we present the results of the effects of land use change on the river biogeochemistry of the Ji-Paraná basin (Rondônia. In this region, the spatial distribution of deforestation and soil properties result in different biogeochemical signals, allowing the division of the fluvial systems into three groups: rivers with

  11. Os Processos Erosivos Lineares da Bacia Hidrográfica do Ribeirão Carioca, Itabirito/MG e seus Condicionantes Principais: observações preliminares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcus Mergajeto Netto

    2006-12-01

    Full Text Available Na bacia hidrográfica do ribeirão Carioca, no distrito de São Gonçalo do Bação, Itabirito (MG, porção central do Quadrilátero Ferrífero, observa-se grande concentração de formas erosivas - ravinas e voçorocas - que alcançam dezenas de metros de profundidade e comprimento, responsáveis por problemas como o abandono do lugar, a deficiência da agricultura, perdas de terras e assoreamento de cursos d'água, provocando prejuízos econômicos, sociais e ambientais, para o poder público e a população em geral. Pretende-se, com o estudo, conhecer a disposição espacial de tais formas, bem como suas principais características, através da análise das características geomorfológicas da área com o intuito de compreender as ocorrências erosivas e contribuir para a indentificação das fragilidades dos ambientes naturais da região. O trabalho resultou em um levantamento das feições erosivas existentes, distribuídas por toda área da bacia, segundo a compartimentação geológico-geomorfopedológica e distribuição altimétrica. O arranjo desses processos erosivos na região fornecem o cenário de uma paisagem degradada, além do risco instalado. Além disso, a contínua ação antrópica sobre o ambiente, desde três séculos torna evidente a necessidade de ações visando sua preservação e eventualmente sua recuperação.

  12. Índice de Vulnerabilidade à Erosão para Uma Bacia na Mesorregião do São Francisco Pernambucano, d Partir das Relações entre Morfogênese e Pedogênese.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jéssica Bezerra de Menezes

    2007-12-01

    Full Text Available No contexto semi-árido do Nordeste do Brasil os processos superficiais são comandados pela magnitude dos inputs pluviais, sua recorrência espaço-temporal e interação direta com as formações superficiais peculiares a este domínio e as práticas de uso da terra. De fato, na escala das micro-bacias a erosão hídrica representa a forma mais importante de ocorrência e constitui um problema ambiental nos espaços agrários tradicionais do semi-árido nordestino. Na bacia do riacho Mulungu, o panorama social da comunidade denota o baixo nível de desenvolvimento humano, enquanto o panorama ambiental reflete a pressão que esta exerce sobre o seu suporte natural, sendo observada erosão linear em sulcos e ravinas, formação de leques de dejeção assoreando o leito do rio, crostas salinas na superfície do solo e baixa densidade da cobertura vegetal nativa. O objetivo deste trabalho foi determinar um índice de vulnerabilidade à erosão para a bacia do riacho Mulungu, utilizando os princípios da Ecodinâmica de Tricart e técnicas de sistema de informção geográfica e sensoriamento remoto. A fim de se obter uma imagem sucinta da estruturação superficial da paisagem e sua dinâmica, foram superpostos em ambiente digital os mapas pedológico, geomorfológico, geológico, de vegetação, do modelo digital de elevação e de declividade da área. Em seguida, foram estimados índices de vulnerabilidade considerando a interação entre a geologia, a geomorfologia, os tipos de solo, a vegetação, a distribuição da precipitação e o uso do solo. A partir da análise desses parâmetros, foi estimado um índice geral de vulnerabilidade morfodinâmica para a bacia que correspondeu a 2,0, indicando que a área da bacia possui um grau de susceptibilidade intermediário.

  13. Composição de resíduos de varrição e resíduos carreados pela rede de drenagem, em uma bacia hidrográfica urbana Litter composition delivered by street sweeping and by the storm drainage network, in an urban catchment

    OpenAIRE

    Marllus Gustavo Ferreira Passos das Neves; Carlos Eduardo Morelli Tucci

    2011-01-01

    Apresentam-se aqui resultados de estudo sobre a composição física de resíduos sólidos de varrição e também daqueles vindos por uma rede de drenagem, em uma bacia hidrográfica urbana, identificando, dentre outros, influências da frequência do serviço de varrição e da época do ano. Os resíduos de varrição foram provenientes de várias partes do solo da bacia e os da rede de drenagem eram retirados de um poço de casa de bombas, para onde convergia todo o escoamento da rede. Alguns resultados inte...

  14. ANÁLISE DA INFLUÊNCIA LITOLÓGICA E ESTRUTURAL A PARTIR DE MÉTODOS MORFOMÉTRICOS EM SEGMENTOS DE DRENAGEM NA PORÇÃO CIMEIRA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JEQUITINHONHA, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrício Antonio Lopes

    2016-06-01

    Full Text Available O estudo do padrão de drenagem da porção cimeira da bacia hidrográfica do Jequitinhonha foi realizado neste trabalho tendo como objetivos: a Correlacionar as direções dos canais fluviais e respectivas ordens hierárquicas às estruturas geológicas regionais; b Verificar o grau de influência dos aspectos litológicos e estruturais no padrão de drenagem da bacia e; c Identificar estruturas que atuam como níveis de base locais em perfis longitudinais. Foram empregadas análises quantitativas de tratamento de direção dos canais fluviais e ordens hierárquicas, cálculo do índice de RDE em segmentos pré-selecionados e análise de perfis longitudinais. Constatou-se significativa influência litológica e estrutural no padrão/direção dos canais fluviais identificadas como nick points nos perfis longitudinais. Há segmentos de drenagem com anomalias de primeira e segunda ordem quanto ao índice RDE, o que reforça a influência das estruturas pré-cambrianas, reativadas no Cenozoico, no sistema hidrográfico da região. Acredita-se na potencialidade deste estudo como auxilio na caracterização, quantificação e fundamentação teórica de análises referentes ao processo evolutivo da paisagem e ao comportamento da rede de drenagem local.

  15. Zoneamento agroclimático da cultura do café para a Bacia do Rio Doce Agriculture-climatological zoning of coffee crop for the Rio Doce Basin

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Luís Nunes

    2007-12-01

    Full Text Available Objetivou-se neste trabalho, através da geoespacialização, a identificação das regiões aptas, restritas e inaptas ao cultivo do café (Coffea arabica L. na Bacia do Rio Doce. Utilizou-se para tal, dados de temperatura e déficit hídrico de 50 estações meteorológicas instaladas na bacia e em bacias limítrofes. Os dados de déficit hídrico foram determinados utilizando o balanço hídrico segundo Thornthwaite & Mather (1955. Foram identificadas regiões equivalentes a um terço da bacia, localizadas na parte central e no nordeste da mesma, como sendo inaptas ao cultivo do café, conforme os critérios de produtividade relacionados com as exigências térmicas e hídricas da cultura.It was aimed in this work, through the geospatialization, the identification of the apt, restricted and inapt regions for cultivation of coffee (Coffea arabica L. in Rio Doce watershed. It was used for such, temperature and water deficit data of 50 meteorological stations installed in the watershed and in bordering watershed. The data of water deficit were determined using the water balance according to Thornthwaite & Mather (1955. They were identified equivalent regions the one third of the watershed, located in the central part and in the northeast of the same, as being inapt to the cultivation of coffee, according to the productivity criterions related with the thermal and hydric demands of culture.

  16. Análise da Variabilidade Espacial da Piezometria em Aquífero Livre: Estudo de Caso na Sub-Bacia da Cabeceira do Rio Coxim, Mato Grosso do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ciomara de Souza Miranda

    2016-01-01

    Full Text Available O presente trabalho tem o objetivo de reconhecer a superfície piezométrica do aquífero livre da Sub-Bacia Cabeceira do Rio Coxim, localizada na porção central do Município de São Gabriel do Oeste, Mato Grosso do Sul, caracterizada pelo uso agrícola intensivo. Essa informação da piezometria das águas subterrâneas é necessária para a exploração de forma otimizada e sustentável do meio. Foram coletado em campo dados do nível estático de 22 poços e a altitude, o resultado da subtração desses dois dados caracteriza a piezometria. O modelo matemático de ajuste ao semivariograma teórico foi o esférico. Apurou-se, ainda, por validação cruzada a exatidão do modelo esférico proposto. Averiguou-se a existência de uma forte dependência espacial, um alcance de 16,5 km e uma superestimação da superfície da água subterrânea de 10% na krigagem, considerado um erro aceitável para a interpolação dos dados. A partir dos parâmetros dos modelos ajustados, gerou-se o mapas da superfície piezométrica pelo método da krigagem. Observou-se que a geoestatística na análise de dados ambientais, destacando nesse trabalho, o estudo voltado aos recursos hídricos.

  17. DINÂMICA DA ARENIZAÇÃO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO ARROIO PUITÃ, OESTE DO RS, ATRAVÉS DO MAPEAMENTO MULTITEMPORAL NO PERÍODO DE 1984 A 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angélica Cargnin de Souza

    2017-03-01

    Full Text Available A região Sudoeste do Rio Grande do Sul apresenta áreas de intensa degradação, com extensas porções da superfície recobertas por areias submetidos aos condicionantes climáticos locais, sendo denominadas de areais ou campos de areias. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho foi realizar uma análise da evolução da arenização da Bacia Hidrográfica do Arroio Puitã no período 1984 a 2014, através de mapeamento multitemporal. Assim se seguiram algumas etapas: primeiramente se deu a coleta de dados; após, o trabalho de campo; a seguir se deu a etapa de geoprocessamento com a confecção dos mapas de uso e cobertura da terra dos anos de 1984, 1994, 2004 e 2014 de toda a Bacia, a validação das classificações e as análises geográficas. A partir do mapeamento da arenização na bacia foi encontrada uma expansão considerável da área para os períodos correspondentes de 1984-1994 e 1994-2004, e uma redução de área em um terceiro período de 2004-2014, no entanto considerando todo o período estudado foi verificado apenas um aumento de 1,87 km² de área. Assim se observou que o mapeamento da arenização no Oeste do RS, visando o monitoramento da mesma área considerando um grande intervalo temporal foi mais eficaz utilizando-se do mapeamento multitemporal.

  18. Avaliação da presença de metais pesados nas águas superficiais da Bacia do Córrego São Mateus, Juiz de Fora (MG, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cézar Henrique Barra Rocha

    2015-12-01

    Full Text Available Atualmente, a Bacia Hidrográfica do Córrego São Mateus tem um histórico de danos ambientais, abrigando o primeiro aterro de Juiz de Fora de 2005 a 2010. Entre as consequências da deposição de lixo urbano e industrial, há o risco de contaminação por metais pesados através do chorume. A mineração também pode aumentar a concentração dos metais na água, pois na mesma bacia, encontra-se a Pedreira Pedra Sul. Buscou-se detectar os elementos As, Cd, Pb, Cu, Hg e Zn nos córregos por meio da sonda Metalyser e confrontar com a legislação. Foi obtida uma amostra por mês (maio a setembro de 2014 nos quatro pontos de coleta. Os resultados mostraram que em todos os pontos havia metais pesados em concentrações superiores às permitidas e, ainda, em todas as amostras, pelo menos um metal estava acima do limite. Esse tipo de impacto pode afetar a saúde dos moradores do local e de toda biota.

  19. CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E MORFOMÉTRICAS DOS CANAIS DE DRENAGEM DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO BOM SUCESSO - SEMIÁRIDO DA BAHIA/BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kleber Carvalho Lima

    2014-04-01

    Full Text Available Propõe-se neste artigo, analisar as características dos canais de drenagem intermitentes e efêmeros da Bacia Hidrográfica do Rio Bom Sucesso (Bahia, levando-se em consideração os seus aspectos morfológicos e morfométricos. Para tanto, definiu-se a rede de drenagem, caracterizaram-se os canais de drenagem, classificaram-se os cursos fluviais quanto à textura do canal e aplicaram-se os índices morfométricos. Por meio disso, verificou-se que a bacia possui baixa densidade de drenagem e baixa densidade hidrográfica, baixo potencial para a elaboração de formas de origem fluvial. Predomina o transporte de sedimentos por carga de fundo, o que demonstra a relação existente entre o regime fluvial e os eventos pluviométricos de grande magnitude, típicos do semiárido. Além disso, as características geométricas dos canais demonstram o predomínio da erosão lateral em contraponto à erosão vertical do relevo.

  20. Estrutura populacional e aspectos reprodutivos de Corydoras aeneus (Siluriformes, Callichthyidae em riachos da bacia do rio Ivinhema, Alto rio Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiane S. Ferreira

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Apesar do crescente número de estudos sobre biologia de espécies de peixes de pequeno porte, o conhecimento dos aspectos básicos da biologia da maioria das espécies ainda é incipiente. Com isso, o objetivo desse estudo foi descrever alguns aspectos populacionais e reprodutivos de Corydoras aeneus (Gill, 1858 em riachos da bacia do rio Ivinhema, Alto rio Paraná. As amostragens foram realizadas entre 2008 e 2011 em 57 riachos distribuídos na bacia. Foram analisados 684 indivíduos, sendo 213 fêmeas e 190 machos, além de 281 exemplares analisados apenas quanto aos dados de comprimento padrão. O comprimento padrão máximo da população analisada foi de 50,19 mm para as fêmeas e de 45,24 mm para machos; Desta forma, as fêmeas foram maiores que os machos. A proporção sexual foi de 52,7% para fêmeas e de 47,1% para os machos, sem variação significativa entre os sexos (Χ2= 1,313; p = 0,252. Quanto à relação peso/comprimento ambos os sexos apresentaram a crescimento isométrico. As maiores frequências de fêmeas maduras foram observadas nos meses de outubro a dezembro, embora tenham sido observadas fêmeas maduras em outros meses do ano. Estimou-se que 50% das fêmeas estão sexualmente maduras com 33,54 mm de comprimento padrão. A fecundidade média foi estimada em 359,47 oócitos, sendo que a população apresenta desova total. O padrão de recrutamento não apresentou um padrão unimodal, embora a maior intensidade tenha sido observada nos meses de outubro a dezembro. O comprimento assintótico foi estimado em 54,59 mm e a taxa de crescimento de 1,1 ano-1. O índice de performance de crescimento foi estimado em 3,51; a longevidade de 2,72 anos e a mortalidade de 1,48 ano-1.

  1. FATORES CONDICIONANTES DA CONFIGURAÇÃO DE FUNDOS DE VALE COLMATADOS NA BACIA DO ALTO-MÉDIO RIO POMBA, LESTE DE MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Augusta Faria de Oliveira

    2014-12-01

    Full Text Available A adoção das formações aluviais na reconstituição de eventos geomorfológicos é uma ferramenta metodológica importante para a compreensão dos processos de esculturação dos vales fluviais, da configuração espaço-temporal da rede hidrográfica e, consequentemente, da configuração do modelado do relevo no Quaternário tardio. Este trabalho investiga hipóteses sobre os fatores condicionantes que levaram à configuração de expressivos fundos de vale colmatados na bacia do Alto-Médio Rio Pomba, região leste de Minas Gerais. Os fundos de vale apresentam espessos níveis de terraços nos quais as planícies, por vezes com amplitudes anômalas, encontram-se embutidas ou encaixadas. O quadro geológico e geomorfológico regional, as idades obtidas via método de Luminescência Opticamente Estimulada (LOE para os sedimentos e a disposição de trechos de corredeira no médio Rio Pomba sugerem que a gênese dos depósitos fluviais esteve condicionada por uma tectônica diferencial de blocos durante o Quaternário tardio. A morfologia das planícies se deve à combinação de fatores antrópicos e tectônicos, além de ser influenciada pela morfologia da bacia do Rio Pomba. A datação dos depósitos aluviais via LOE se mostrou útil e adequada para mensurar a idade de episódios recentes de deposição aluvial.Palavras-chave: Dinâmica fluvial quaternária, vales colmatados, Luminescência Opticamente Estimulada (LOE.

  2. Hidrografia e Hidrogeologia: Qualidade e Disponibilidade de Água para Abastecimento Humano na Sub-bacia Hidrográfica do Rio Cotinguiba-SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wesley Alves Santos

    2012-12-01

    Full Text Available A chuva exerce papel fundamental na manutenção do ciclo hidrológico. É através da infiltração que se realiza o recarregamento das reservas freáticas e a reidratação dos solos, ou seja, dos depósitos de água disponíveis para a vegetação terrestre e para as atividades biológicas. Dentre os elementos do sistema ambiental físico, a geologia é um dos componentes mais importantes para caracterizar a disponibilidade hídrica superficial e subterrânea, pois, busca apresentar os elementos fundamentais para as relações litoestruturas com o relevo e os solos. Em função de suas características mineralógicas, textuais e estruturais, os corpos rochosos respondem diferentemente à ação dos processos exógenos, influenciando nas formas de relevo e tipos de solo. Nesse contexto, o referido artigo teve como objetivo analisar o quadro geológico e os recursos hídricos superficiais e subterrâneos da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Cotinguiba. Para atingir os objetivos propostos, utilizou-se distintos procedimentos metodológicos, tais como: revisão da literatura, levantamento de dados secundários e cartográficos. As questões aqui abordadas denunciam que as mudanças que ocorrem na sub-bacia hidrográfica do Rio Cotinguiba, tem pressionado a bacia hidrográfica como um todo, comprometendo a sua dinâmica e conseqüentemente a disponibilidade hídrica e a qualidade da água.

  3. Estimativa do escoamento superficial em uma bacia hidrográfica com base em modelagem dinâmica e distribuída Surface runoff in a watershed estimated by dynamic and distributed modeling

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samuel Beskow

    2009-02-01

    Full Text Available A estimativa do escoamento superficial em bacias hidrográficas é de suma importância para conservação dos recursos naturais; entretanto, esse é um processo complexo e dinâmico, principalmente no contexto de sua variabilidade espacial. Dessa forma, torna-se adequada a aplicação dos Sistemas de Informações Geográficas (SIG usando pequenas células de informação, pois assim é possível considerar o comportamento espacial das variáveis associadas à origem do escoamento superficial. Este trabalho teve como objetivo implementar os modelos hidrológicos Curva Número (CN-SCS e Curva-Número Modificado (CN-MMS, com base na linguagem de programação do SIG PCRaster e em uma base de dados reduzida, de forma distribuída e dinâmica, com o intuito de estimar as lâminas de escoamento superficial geradas numa bacia hidrográfica de Latossolos, localizada no município de Nazareno, região dos Campos das Vertentes, Minas Gerais. Para aplicação do modelo CN-SCS foi preciso desenvolver um mapa com valores de CN no formato do PCRaster, enquanto para o modelo CN-MMS foram necessários os seguintes mapas: umidade volumétrica de saturação do solo, umidade volumétrica inicial do solo e profundidade de solo. Para simulação e avaliação de ambos os modelos, foram aplicados 18 eventos de chuva natural que provocaram escoamento superficial, durante o ano hidrológico 2004-2005, e suas respectivas lâminas de escoamento observadas. A análise do desempenho dos modelos foi feita aplicando-se análise de sensibilidade baseada no erro médio e na Raiz do Erro Quadrático (REQ. Tendo-se como referência essas estatísticas de precisão, pôde-se constatar que o modelo CN-MMS apresentou melhor calibração quando comparado ao modelo CN-SCS, devido à consideração direta da umidade inicial do solo. Contudo, a estruturação dos modelos no SIG PCRaster possibilitou o desenvolvimento de uma ferramenta computacional eficaz e útil para simulação do

  4. Diversidade microbiana e biodegradação de hidrocarbonetos de petróleo em solos da ilha da trindade submetidos à bioestimulação

    OpenAIRE

    Camacho Montealegre, Celia Marcela

    2014-01-01

    Esse estudo analisou a diversidade microbiana de solos rizosféricos de duas espécies vegetais, Bulbostylis nesiotis (Hemsl.) C.B.Clarke e Cyperus atlanticus (Hemsl.), em dois tipos de solo (um franco-arenoso e um argiloso), provenientes de dois pontos de coleta da Ilha da Trindade - Brasil, durante um experimento de biorremediação em microcosmos. O experimento consistiu num fatorial com dois níveis (Presença/Ausência), dois fatores (Petróleo e Fertilização com NPK) e três repetições, num deli...

  5. ESTUDO DA DINâMICA DE PERCOLAÇÃO DA ÁGUA NO SOLO - GOUVEIA, MINAS GERAIS, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maira Lopes Nogueira

    2012-02-01

    Full Text Available Este estudo tem por objetivo obter e analisar informações mais precisas sobre a dinâmica subsuperficial da água de infiltração em solos de parcelas experimentais. Este tema se reveste de grande importância quando correlacionado a outros dados, dentre eles a forma da vertente, a microtopografia, características do solo, entre outros. A capacidade de infiltração tem grande importância devido a sua influência nos processos erosivos de vertente e na capacidade do solo de manter a cobertura vegetal, por exemplo. A pesquisa foi desenvolvida no município de Gouveia, Espinhaço Meridional, Minas Gerais, Brasil, em uma vertente suavemente ondulada na margem esquerda de um córrego de terceira ordem. Na alta vertente ocorre o Cambissolo e na média, o Latossolo. Os experimentos foram realizados sob diferentes condições iniciais de umidade: no início e no fim de um período chuvoso. A metodologia envolveu três etapas principais: 1 - aplicação no solo de uma solução aquosa traçadora, constituída por água e corante Brilliant Blue FCF; 2 - abertura de perfis de solo para observação do traçador e 3 - coleta e análise de dados de solo. A visualização do movimento da água em subsuperfície por meio do traçador azul foi feita em perfis abertos no solo cinco semanas após a injeção da solução. Os perfis foram abertos tanto perpendicular quanto paralelamente ao escoamento esperado do fluxo na vertente. Os resultados demonstram clara diferença no modo como a água infiltra nos dois diferentes tipos de solos estudados, revelando também a inquestionável influência da forma da vertente e também a eficácia da metodologia empregada para esses estudos.

  6. Qualidade física do solo em um latossolo vermelho da região sudoeste dos cerrados sob diferentes sistemas de uso e manejo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Antônio Maior Bono

    2013-06-01

    Full Text Available A busca de sistemas de manejo do solo como aqueles que integram lavoura e pecuária, visando à recuperação e, ou, manutenção da qualidade do solo, é fundamental para o manejo sustentável da agropecuária. A hipótese deste estudo é que o uso do solo em sistema de integração lavoura-pecuária melhora as suas propriedades físicas, contribuindo dessa maneira para uma exploração agrícola sustentável do solo na região sudoeste do Cerrado. O objetivo deste trabalho foi verificar a influência de diferentes sistemas de manejo em algumas propriedades físicas de um solo na região dos Cerrados. O solo é classificado como Latossolo Vermelho distrófico, na região do Cerrado, onde foram avaliados os seguintes sistemas de manejo: solo sob vegetação natural; solo com implantação de lavoura de soja durante um ano e seguido de três anos de pastagens; solo com implantação de lavoura de soja durante quatro anos, seguidos por quatro anos de pastagem; solo com lavoura de soja contínua em sistema de plantio direto; e solo com pastagem continuamente. Foram avaliadas a densidade do solo, a resistência do solo à penetração e a estabilidade dos agregados em água, no período de 1995 a 2006. O uso do solo com a forrageira BRACHIARIA DECUMBENS como pastagem contínua proporcionou menor impacto nas propriedades físicas do solo, em relação aos manejos com integração lavoura-pecuária e lavoura contínua.

  7. Variações ecomorfológicas e de uso de habitat em Piabina argentea (Characiformes, Characidae da bacia do Rio das Velhas, Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecília G. Leal

    2013-09-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo investigar os padrões local e regional de uso de habitat de Piabina argentea Reinhardt, 1867 em quatro diferentes rios da bacia do rio das Velhas. Os habitat amostrados foram caracterizados quanto à velocidade da água, profundidade e tipo de substrato. Para a análise ecomorfológica, foram calculados 17 atributos ecomorfológicos de 40 exemplares de cada rio. Embora estas populações tenham se sobreposto no espaço ecomorfológico, a Análise Discriminante Canônica mostrou haver diferença significativa entre elas, principalmente da população do rio das Velhas em relação às demais. A separação se deu em termos do índice de compressão, altura relativa do corpo e índice de achatamento ventral. Os padrões locais de seleção de habitat não foram congruentes em todos os rios, mas em geral, houve predomínio do padrão regional: habitat lênticos, profundidade entre 20 e 40 cm e 60 e 80 cm e substrato areia, silte+argila e banco de folhas. Considerando as características físicas de cada rio e o padrão regional da espécie, a maior parte dos seus requerimentos de habitat é contemplada nos quatro rios. Entretanto, um corpo d'água assoreado como o trecho do rio das Velhas, tende a ter maiores velocidades da água, menores profundidades e substrato finos, o que atende em parte à seleção de habitat da espécie estudada.

  8. Nutrientes minerais na biomassa da parte aérea em culturas de cobertura de solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Borkert Clóvis Manuel

    2003-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estimar as quantidades de nutrientes reciclados por cinco espécies vegetais utilizadas como culturas de cobertura do solo e que podem retornar ao solo pela mineralização da biomassa. Foram coletadas de vários experimentos amostras da matéria verde de aveia-preta (Avena strigosa Schreb, mucu-napreta (Stizolobium aterrimum Piper & Tracy, guandu (Cajanus cajan (L. Millsp, tremoço (Lupinus albus L. e L. angustifolius L. e ervilhaca (Vicia sativa L.. Foi estimado o rendimento de matéria seca e determinados os teores de N, P, K, Ca, Mg, Mn, Zn, Cu, e, a partir dessas concentrações, foram calculadas a média observada, a média estimada e o intervalo de confiança a 95% para cada nutriente dentro de cada classe de rendimento de matéria seca, em cada espécie vegetal. Os dados foram tabulados dentro de intervalos de classe de rendimento de matéria seca e apresentadas as quantidades estimadas de nutrientes minerais. Foram ajustadas equações para estimar as quantidades desses nutrientes. A aveia-preta e a ervilhaca reciclam grande quantidade de K, e a ervilhaca, a mucu-napreta, o tremoço e o guandu reciclam grande quantidade de N. Todas as espécies reciclam quantidades apreciáveis de Ca, Mg e micronutrientes, porém baixas quantidades de P. A rotação de culturas é um meio de implementar com sucesso o aumento das áreas de lavoura em semeadura direta.

  9. Metrópole de Risco : o caso da Vila Dique e do aterro sanitário da zona norte na poluição das águas superficiais e subterrâneas das bacias hidrográficas do Arroio da Areia e Passo das Pedras/Porto Alegre-RS

    OpenAIRE

    Adriano Lima Troleis

    2009-01-01

    O presente estudo investigou a influência da vila Dique o do Aterro Sanitário da Zona Norte, na qualidade das águas superficiais e subterrâneas, das bacias hidrográficas do arroio da Areia e Passo das Pedras, no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A metodologia deste estudo envolveu duas estratégias de abordagem: teórico-conceitual e operacional. A teórica orientou-se pelos eixos de abordagem: qualidade das águas; processo de urbanização mundial, brasileiro e da cidade de Po...

  10. Atividades de lactato desidrogenase e malato desidrogenase de Astyanax bimaculatus (lambari da bacia hidrográfica do rio Una como biomarcadoras de impacto ambiental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Caroline Ribeiro

    2015-11-01

    Full Text Available Os peixes vivem todo o ciclo de vida na água e recebem a influência dos seus componentes físico-químicos e biológicos ao longo do tempo. As atividades de lactato desidrogenase (LDH e malato desidrogenase (MDH de organismos aquáticos podem ser alteradas devido à presença de poluentes na água. O objetivo deste estudo foi determinar se as atividades de LDH e MDH nas brânquias e no fígado de Astyanax bimaculatus (lambari do rabo amarelo podem ser utilizadas como biomarcadoras do impacto ambiental na bacia hidrográfica do rio Una (SP. Para isso, esses lambaris foram coletados em três corpos d’água dessa bacia, denominados p1 (rio Itaim, p2 (córrego à beira da Estrada Municipal de Remédios e p3 (lago na Estrada Municipal Dr. José Luiz Cembranelli. As brânquias e o fígado foram homogeneizados e, a seguir, esse material foi centrifugado e o sobrenadante foi utilizado para determinação das atividades de LDH e MDH, através do método espectrofotométrico que determina a taxa de oxidação de NADH. As atividades de LDH e MDH no fígado e de MDH branquial não foram estatisticamente diferentes nos lambaris coletados nos três locais. No tecido branquial a atividade de LDH foi inferior nos peixes de p3 em relação aos de p1. Essa inibição da atividade de LDH, bem como a qualidade inferior da água nesse ponto, sugerem a ocorrência de poluentes nessa água. Conclui-se que LDH branquial de lambari possui potencial para utilização como marcador bioquímico de impacto ambiental no rio Una.

  11. Resposta espectral de solos em razão do ângulo de visada, da umidade e da rugosidade superficial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ACCIOLY LUCIANO JOSÉ DE OLIVEIRA

    2000-01-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo avaliar as variações do fator de refletância bidirecional (FRB de três séries de solo (McAllister, Stronghold e Epitaph da microbacia experimental de Walnut Gulch (Arizona, EUA em razão do ângulo de visada, da rugosidade superficial e do teor de umidade. Foram consideradas as faixas espectrais do visível e do infravermelho próximo e médio presentes no sensor TM, e os resultados foram expressos em termos de FRB em relação à resposta no Nadir (FRB relativo. O anisotropismo variou de solo para solo e foi maior nas menores faixas espectrais, nos ângulos de visada maiores localizados na direção do retroespalhamento, nos ângulos solar-zenitais maiores, e na condição de solo seco. No solo Epitaph (único solo submetido ao estudo de rugosidade o anisotropismo foi também maior na superfície mais rugosa. Entretanto, uma melhor diferenciação entre as superfícies lisa e rugosa do solo Epitaph foi obtida na direção do espalhamento da energia refletida. Diferenças na escala e nos métodos de obtenção dos dados são apontadas como causas do realce do comportamento anisotrópico dos dados obtidos em condições de laboratório, em comparação com os dados de campo.

  12. Variabilidade espacial de atributos físicos do solo associados ao uso e ocupação da paisagem Spatial variability of physical attributes of soil associated with use and occupation of landscape

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natalino M. Gomes

    2007-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve-se como objetivo diagnosticar o uso atual das terras e suas implicações na variabilidade espacial dos atributos físicos densidade do solo (Ds, matéria orgânica (MO, frações texturais (areia, silte e argila e argila dispersa em água (ADA, na bacia hidrográfica do Ribeirão Marcela, Região Alto Rio Grande, MG, através de técnicas de geoestatística, com a finalidade de observar padrões de ocorrência desses atributos na paisagem. Coletaram-se amostras de solo na camada de 0 a 0,15 m em malha, com intervalos regulares de 240 x 240 m (macroescala e de 60 x 60 m (microescala, totalizando 165 pontos. A Ds apresentou-se com valores na faixa de 1,05 a 1,15 g cm-3 acima, portando, do valor característico para Latossolos (0,95 g cm-3, enquanto os maiores valores foram obtidos nas glebas sob pastejo. Os valores de MO variaram de 1,5 a 4,5 dag kg-1, detectando-se maiores concentrações nas glebas sob eucalipto, cerrado mais denso e várzeas. As frações texturais variaram seguindo a rede de drenagem e a ADA indicou valores baixos ao longo de toda a bacia. Os mapas de krigagem mostraram-se importante no estudo e compreensão da variabilidade espacial de atributos físicos do solo na bacia hidrográfica, indicando áreas críticas de manejo.This work aimed to diagnose current agricultural soil use as well as its implications for the spatial variability of soil bulk density (Ds, organic matter (OM, particle-size distribution and water dispersible clay (WDC, in Ribeirão Marcela watershed, belonging to Alto Rio Grande region, using geostatistics tools, in order to observe occurrence patterns of these attributes in the landscape. Disturbed and undisturbed soil samples were collected in 0-0.15 m layer, in a grid of 240 x 240 m (macro-scale and 60 x 60 m (micro-scale, resulting in 165 samples. Current soil use is not in accordance to soil class agricultural suitability. Soil bulk density presented values between 1.05 and 1

  13. AVALIAÇÃO TEMPORAL DO USO DA TERRA NA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO ARROIO CADENA E PASSO DAS TROPAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Brucker

    1993-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivos classificar, mapear e quantificar, a nível de reconhecimento, o uso da terra na Sub-Bacia Hidrográfica do Arroio Cadena e Passo das Tropas - município de Santa Maria, RS. Utilizou-se aerofotogramas pancromáticos obtidos em 1964 e 1975, com escalas aproximadas de 1:60.000 e 1:110.000 respectivamente, e composições coloridas do LANDSAT 5 - TM de 1986 e 1987, na escala aproximada de 1:110.000. Quantificou-se as áreas utilizando as técnicas da amostragem sistemática por grade de pontos. Observou-se que a Classe Pastagem predominou sobre as outras nas três épocas estudadas, ocupando 65,2% da área em 1964, 68,1% em 1975 e 67,4% em 1986/87. A Classe Florestas apresentou um decréscimo de 30,8% e a Classe Agricultura, de 17,6% no período de 1964 a 1986/87; a Classe Construções aumentou sua ocupação em 64,6% neste mesmo período. A técnica de amostragem sistemática por grade de pontos utilizada na quantificação das áreas superestimou a área da sub-classe rede de drenagem em 354,0% e da sub-classe rede viária em 287,6% (média das três épocas de levantamento.

  14. Sistema de aquisição de dados para equipamento de medida da permeabilidade intrínseca do solo ao ar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Roberto da Silveira

    2011-04-01

    Full Text Available A permeabilidade intrínseca - ou simplesmente permeabilidade do solo ao ar - é uma propriedade importante para a identificação de alterações no espaço poroso do solo causadas pelas práticas de manejo, na estimativa de propriedades do solo mais difíceis e onerosas e na composição de modelos de fluxo de fluidos em solos agrícolas e em solos contaminados. O objetivo do presente estudo foi construir um sistema de aquisição de dados (módulo eletrônico e programa computacional para a medida da permeabilidade do solo ao ar em laboratório, utilizando-se materiais disponíveis no local e ferramentas computacionais de acesso livre. O sistema de aquisição de dados mostrou-se bastante preciso na determinação da permeabilidade do solo ao ar, com intervalo de confiança de 9,42 ± 0,085 μm² (95 %, para uma amostra-padrão constituída de partículas com diâmetro de 0,106 a 0,250 mm da fração areia de um Latossolo Vermelho-Amarelo textura média. A estimativa da permeabilidade do solo ao ar, considerando a viscosidade dinâmica do ar em função da temperatura, foi significativamente maior que a estimativa com valor fixo de viscosidade dinâmica em aproximadamente 20 ºC. A medição realizada em uma amostra de solo com estrutura indeformada de um Latossolo Vermelho foi tão precisa quanto à da amostra-padrão, e a estimativa da massa de água removida da amostra foi de 3,27 mg.

  15. Composição e configuração da paisagem da sub-bacia do arroio jacaré, Vale do Taquari, RS, com ênfase nas áreas de florestas Landscape composition and configuration of jacaré stream sub-basin, Taquari Valley, RS, with emphasis on the forest areas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Cemin

    2009-08-01

    Full Text Available A conversão de áreas com cobertura florestal contínua por fragmentos florestais vem contribuindo para a diminuição da diversidade biológica, em função da perda de micro-habitats únicos, mudanças nos padrões de dispersão e migração, isolamento de habitats e erosão do solo. A solução desses problemas está intimamente vinculada ao planejamento e manutenção de bacias hidrográficas. A sub-bacia do Arroio Jacaré, localizada no Vale do Taquari, RS, compreende uma área de 538,98 km², onde estão parcial ou totalmente inseridos nove municípios. Essa bacia se encontra em uma região de ecótono entre as formações vegetais do tipo Floresta Estacional Decidual (FED e Floresta Ombrófila Mista - Mata de Araucária (FOM. Foram elaboradas e analisadas informações relacionadas às características estruturais das classes de mata na região (FED, FOM e vegetação secundária, utilizando-se imagem do satélite Landsat 7 ETM+, referente à passagem 04/02/2002 e software de Sistemas de Informações Geográficas (SIG Idrisi, 3.2, software de Ecologia de Paisagem Fragstats 3.3. Os resultados indicaram que a região apresenta aproximadamente 50% de suas matas nativas conservadas ou em estágio de regeneração, porém de forma altamente fragmentada, com 87,82% dos fragmentos menores que 1 ha. Considerando um efeito de borda de 50 m, em torno de 40% dos fragmentos ainda apresentam área nuclear.The conversion of continuous forest coverage areas into forest fragments has contributed to the decrease of the biological diversity due to the micro-habitat loss, changes in dispersion and migration patterns, habitats' isolation and soil erosion. The solution for those problems is intimately linked to the planning and maintenance of hydrographic basins. Jacaré's stream sub-basin is located in Taquari Valley, RS, with an area of 538,98 km², where nine municipal districts are partially or totally inserted. This basin is in an ecotone area among

  16. Geocronologia U/PB em zircões detríticos e a evolução tectônica e estratigráfica da bacia espinhaço no setor meridional

    OpenAIRE

    Santos, Marcelo Nascimento dos

    2016-01-01

    O Supergrupo Espinhaço em Minas Gerais representa um importante registro de bacias sedimentares intracontinentais desenvolvidas no Orógeno Araçuaí e no Cráton do São Francisco durante o Proterozoico. A presente tese tem o objetivo de esclarecer aspectos relacionados à proveniência sedimentar da Bacia Espinhaço e propor um modelo de evolução paleogeográfica para o Grupo Conselheiro Mata com base na integração de dados sedimentológicos e estratigráficos, geoquímica em rocha total, datação U-Pb ...

  17. Da “política de solos” a uma política de protecção do solo.

    OpenAIRE

    Alexandre, Carlos

    2005-01-01

    O solo é um recurso vital para o meio ambiente e para as sociedades humanas A urbanização crescente e a evolução tecnológica das sociedades desenvolvidas tendem a induzir no cidadão comum um certo alheamento acerca da nossa dependência do solo. No entanto, 99% da biomassa para alimentação e para outros fins básicos provém do solo (estatísticas da FAO, 2004) o que mostra como este é um recurso vital para a humanidade, praticamente tanto como o ar e a água. Nes...

  18. O EQUIVALENTE EM CARBONATO DE CÁLCIO DOS CORRETIVOS DA ACIDEZ DOS SOLOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.C. ALCARDE

    1996-05-01

    Full Text Available Os corretivos da acidez dos solos podem ter dois equivalentes em carbonato de cálcio: um, calculado pelos teores de cálcio e magnésio utilizando a expressão: % CaO x 1,79 + % MgO x 2,48 = %ECaCO3; outro, determinado analiticamente pelo poder ou valor de neutralização. Para uma mesma amostra ambos os valores deveriam coincidir, o que raramente acontece. Diversas hipóteses foram levantadas para justificar essa diferença. Os resultados deste trabalho permitiram inferir que nem todo o cálcio e magnésio dos corretivos devem estar associados às bases quimicamente efetivas mas também a fosfato, sulfato ou outras bases de forças inexpressivas; também os constituintes neutralizantes podem estar aprisionados em cristais de outros componentes dos corretivos, como sílica por exemplo, que só são atingidos por um ataque mais enérgico da amostra. Como conclusão, a avaliação química atual dos corretivos da acidez dos solos pode não estar se compatibilizando com o comportamento agrícola desses produtos.Agricultural liming materials can have two calcium carbonate equivalents: one calculated in function of calcium and magnesium oxide percentages, by the expression: % CaO x 1,79 + % MgO x 2,48 = %ECaCO3; and the other determined analytically by the neutralization power or value. For one sample, both values should be similar, however, this rarely occurs. Several hypoteses were raised to justify the difference. Results of this research permit to infer that not all calcium and magnesium should be associated to the chemically effective bases, but they are also associated to phosphate, sulphate or other bases of inexpressive strength. It is also possible that, the neutralizing components could be captured inside cristals, like silica for example, which react only after a strong solubilization of the sample. It is concluded that the chemical evaluation of agricultural liming materials at the present time cannot explain the agronomical behaviour of

  19. Avaliação da escória de siderurgia e de calcários como corretivos da acidez do solo no cultivo da alface

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Prado Renato de Mello

    2002-01-01

    Full Text Available O presente trabalho objetivou avaliar os efeitos da escória de siderurgia e dos calcários magnesiano e dolomítico, na produção de matéria seca da alface (Lactuca sativa L. e as alterações na sua nutrição e em alguns atributos químicos do solo. Os tratamentos consistiram dos corretivos calcário magnesiano e dolomítico e escória de siderurgia, em três doses: 2,36, 4,72 e 7,08 g por vaso. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições, em esquema fatorial 3x3+1 (três corretivos x três doses + testemunha. Todos os materiais corretivos aumentaram a produção de matéria seca da alface, porém destacaram-se os calcários, sendo que para a escória, a alta concentração do Mn na parte aérea limitou a produção. Na parte aérea da alface, os teores e quantidade acumulada de Ca, Mg e Cu aumentaram, e os teores de Mn e Zn não foram alterados com a aplicação dos corretivos. Todos os materiais corretivos foram eficientes na correção da acidez do solo, especialmente quando se utilizou calcário magnesiano. A escória de siderurgia não é o corretivo mais apropriado para a cultura da alface.

  20. Contribuição das fontes de sedimentos em uma bacia hidrográfica agrícola sob plantio direto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tales Tiecher

    2014-04-01

    Full Text Available O conhecimento das principais fontes difusas de produção de sedimento pode aumentar a eficiência de utilização dos recursos públicos, investidos em estratégias de gestão em bacias hidrográficas, que visem mitigar a transferência de sedimentos aos cursos d'água. Objetivou-se com este trabalho avaliar as fontes de sedimentos numa bacia hidrográfica rural de cabeceira com predomínio de cultivos anuais sob plantio direto e com intensa e inadequada exploração dos recursos naturais, por meio da quantificação da contribuição relativa das estradas e das lavouras na produção global de sedimentos. A bacia hidrográfica está localizada no município de Júlio de Castilhos, Rio Grande do Sul. O período de estudo foi de maio de 2009 a abril de 2011. Para a identificação das fontes, foi utilizado o método fingerprinting, que compara os solos de diferentes fontes e os sedimentos que são encontrados em suspensão no canal de drenagem, usando elementos traçadores. O manejo inadequado do solo nas áreas de lavoura, a falta de planejamento das vias de acesso e a ausência de práticas de controle do escoamento superficial, que sejam compatíveis com a fragilidade condicionada pelos solos e pelo relevo da bacia hidrográfica, têm provocado o surgimento de processos erosivos acelerados com efeitos negativos ao agricultor e à sociedade. As estradas apresentam alta porcentagem de contribuição na transferência de sedimentos, mas a contribuição das áreas de lavoura aumenta em precipitações pluviais de alta magnitude. Isso evidencia que a magnitude dos eventos de chuva influencia a proporção de contribuição entre as fontes ao longo do ano na bacia hidrográfica, interferindo no processo de mobilização de sedimentos e nutrientes em direção à rede de drenagem.

  1. ANTROPOGEOMORFOLOGIA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO MURUTUCU: ABASTECIMENTO HÍDRICO, USO E OCUPAÇÃO EM BELÉM-PA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Carlos Ribeiro Araújo Júnior

    2015-09-01

    Full Text Available As Unidades de Proteção Integral estão divididasem Estação Ecológica, Reserva Biológica, Parque Nacional (ou Estadual ou Municipal, Monumento Natural e Refúgio de Vida Silvestre. A Área de Proteção Ambiental de Belém (APA Belém enquadra-se na categoria Parque Nacional e se deve, sobremaneira, ao fato desta abrigar a fonte de abastecimento de água de toda a Região Metropolitana de Belém (RMB, os lagos Bolonha e Água Preta, além de guardar um ambiente ameno e contemplativo com atrativos turísticos. Apesar de estar inserida na região amazônica, abundante em recursos hídricos, a cidade de Belém e sua região metropolitana, historicamente enfrentam dificuldades de captação, armazenamento e distribuição de água. A antropogeomorfologia considerando as consequências positivas e negativas da ação humana sobre o relevo ajuda a compreender como as formas e processos da Bacia Hidrográfica do Murutucu (BHM são condicionados para se entender holisticamente quais alterações foram empreendidas nos mananciais do Utinga na BHM tornando mais eficiente o abastecimento hídrico na RMB. As alterações processadas na forma dos lagos mostraram ser necessárias para aumentar seu volume de água e assim atender a demanda crescente da população da RMB denotando que a antropogeomorfologia é um importante instrumento de gestão ambiental.

  2. Fungos micorrízicos arbusculares em solos de área poluída com metais pesados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    O. Klauberg-Filho

    2002-03-01

    Full Text Available Os fungos micorrízicos arbusculares (FMAs ocorrem de forma generalizada e formam importante simbiose com a maioria das plantas, mesmo em solos poluídos com metais pesados. Neste estudo, avaliaram-se a ocorrência e a diversidade dos FMAs em quatro locais com gramíneas em uma área de solo contaminado com metais pesados pela extração e industrialização do Zn. Verificou-se a ocorrência generalizada dos FMAs nos locais estudados, sendo esta influenciada pelas concentrações de metais no solo. Encontrou-se um total de 21 espécies, sendo: sete pertencentes ao gênero Acaulospora, seis de Scutellospora, cinco de Glomus, duas de Gigaspora e uma de Entrophospora,Glomus occultum, Acaulospora morrowiae, Acaulospora mellea, Glomus intraradices, Glomus clarum e Scutellospora pellucida foram as de maior ocorrência. A densidade de esporos, a riqueza de espécies e o aumento da dominância relacionaram-se inversamente com as concentrações de metais no solo. Acaulospora mellea, Glomus clarum e Glomus occultum dominaram as populações de esporos no solo. Concluiu-se que os metais pesados exerceram efeito diferenciado sobre os FMAs, dependendo do grau de poluição.

  3. ANTROPOGÊNESE E MORFOGÊNESE SOB A AÇÃO DE EVENTOS CLIMÁTICOS DE ALTA MAGNITUDE NO SEMIÁRIDO PERNAMBUCANO: O CASO DA BACIA DO RIACHO SALGADO

    OpenAIRE

    Antonio Carlos de Barros Corrêa

    2012-01-01

    Uma proposta de análise em escala de detalhe da morfologia de um sistema de drenagem intermitente e seus depósitos como resposta a um evento climático de alta magnitude, modulado pelas formas de uso da terra, foi aplicada a uma bacia semiárida do Nordeste do Brasil. A pesquisa teve por base o levantamento detalhado em campo das feições fluviais, associada ao tratamento digital dos dados espaciais e climáticos em gabinete, que permitiram a compartimentação do canal em três setores: confinado, ...

  4. Subsídios para a proteção de áreas úmidas da bacia do rio Xingu (Mato Grosso, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Alvim Sanches

    2012-06-01

    Full Text Available O rio Suiá-Miçu é um importante tributário do rio Xingu, e sua bacia hidrográfica (BHSM, situada no planalto do Parecis, Estado de Mato Grosso, abrange 2,36 milhões de hectares. A BHSM contempla Formações Pioneiras, Cerrados e a Floresta Estacional Perenifólia, cuja composição de espécies é consequência da variabilidade de chuvas e do clima estacional. O objetivo deste trabalho foi caracterizar as áreas úmidas da BHSM e sua importância para a preservação ambiental. O mapeamento da BHSM foi realizado a partir do georreferenciamento de imagens do satélite CBERS-2 (2006, que resultou em um mosaico RGB234 com 20 m de resolução. Esse mosaico permitiu o mapeamento de todas as drenagens da BHSM e, assim, a definição da planície de inundação, complementada pelo cruzamento dos mapas de hidrografia e geomorfologia e trabalhos de campo. Os resultados indicaram mais de 192 mil hectares de área de inundação, dos quais 13% foram desmatados para usos agropecuários. As áreas úmidas da BHSM têm papel importante no suprimento de água durante as estações secas. São compostas de hábitats fluviolacustres e de uma diversidade de vegetação que abarca os campos úmidos, a floresta inundável e as veredas (dominadas pelo buriti Mauritia flexuosa. Apesar de no Brasil existirem leis ambientais para proteção de cursos d'água e das áreas marginais, sua implementação e monitoramento são necessários, dada a fragilidade de ecossistemas presentes na planície de inundação, como no caso da BHSM. Recomendam-se mais pesquisas científicas sobre esses ecossistemas para apoiar as tomadas de decisão na proteção das áreas úmidas no Brasil.

  5. Fungos filamentosos do solo da Ilha dos Eucaliptos na Represa do Guarapiranga em São Paulo, SP

    OpenAIRE

    Santos,Valéria Barros dos; Wellbaum,Christian; Schoenlein-Crusius,Iracema Helena

    1998-01-01

    Foi estudada a diversidade dos fungos do solo da Ilha dos Eucaliptos na Represa do Guarapiranga em São Paulo, SP, sob floresta de Eucalyptus, mata de interseção e mata secundária remanescente, em duas épocas climáticamente distintas: março - época quente e úmida (verão) e junho - época fria e seca (inverno) de 1996. Os fungos filamentosos foram isolados pelos métodos da diluição em série e placa de solo. A similaridade entre as micotas foi estabelecida pelo índice de Sörensen. No total foram ...

  6. Uso do geoprocessamento como auxilio no monitoramento da ocupação do solo em microbacias

    OpenAIRE

    Motter, Irineu

    2012-01-01

    Resumo: A erosão dos solos tem sido um dos fatores mais importantes na limitação da produção agrícola e poluição dos recursos hídricos do Estado do Paraná. O objetivo deste trabalho, realizado na microbacia piloto do projeto PARANÁ RURAL, localizada no município de Campo do Tenente, sul do Estado do Paraná, foi de desenvolver metodologia para a obtenção e a representação espacial automatizada dos fatores da USLE (Equação Universal de Perdas de Solos), através do SGI (Sistema Geográfico de Inf...

  7. Avaliação da compactação do solo por meio de um ensaio oedometrico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alex Rogerdan Medeiros

    2015-07-01

    Full Text Available Este trabalho teve o objetivo de avaliar a compactação do solo por meio de um ensaio oedometrico. O estudo foi desenvolvido na fazenda experimental Rafael Fernandes, da UFERSA localizada em Alagoinha, zona rural do município de Mossoró/RN.O experimento foi conduzido  no período de Março de 2012 à Agosto de 2012. Os parâmetros analisados foram densidade do solo, matéria orgânica, índices de vazios estruturais, índice de compressão. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com três tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram representados por três profundidades de solo 0,0-0,05m; 0,05-0,10m e 0,10-0,20m. Os resultados evidenciaram que os valores de Matéria orgânica e densidade do solo variaram inversamente. O ensaio oedometrico revelou que o índice de vazios estrutural do solo e reduzido com o aumento da densidade do solo e com o teor de água para uma mesma pressão aplicada. Para o mesmo teor de água o índice de vazios estrutural diminuiu com o aumento da pressão aplicada. O índice de compressão do solo diminuiu com a profundidade. Evaluation of soil compaction by means of a test oedometrico ABSTRACT- This study aimed to assess soil compaction through an essay oedometrico. The study was conducted at the experimental farm, Rafael Fernandes of UFERSA located in Alagoinha, rural zone of Mossoró / RN.The experiment was conducted in the period from March 2012 to August 2012. The parameters analyzed were bulk density, void ratio structural compression index and soil organic matter. The experimental design was a randomized block design with three treatments and four replications. The treatments consisted of three soil depths (0.0-0.05 m, 0.05-0.10 m and 0.10-0.20 m The results showed that the values of organic matter decreased with increasing soil depth. The bulk density increased with depth, with a smaller value obtained in the 0 to 5 cm. The oedometer test revealed that the void content

  8. A influência da viscosidade dos solos argilosos na consolidação do dique nº 3 da Represa de Lebrija

    OpenAIRE

    Tomás, André Filipe Cardoso

    2015-01-01

    Dissertação de mestrado, Engenharia Civil (Construção), Instituto Superior de Engenharia, Universidade do Algarve, 2014 O propósito desta dissertação é a análise da viscosidade nos solos argilosos e a sua influência na consolidação dos solos brandos da fundação do Dique Nº3 da Represa de Lebrija. A perceção desse fenómeno será averiguada por confrontação de dados reais recolhidos neste caso de obra, com os obtidos por simulação numérica, proporcionando assim, uma melhor compree...

  9. Demanda de irrigação da cultura da uva na Bacia do Rio São Francisco Irrigation demand for grape crop in San Francisco River Basin

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wallisson da S. Freitas

    2006-09-01

    Full Text Available Visando subsidiar o planejamento de projetos agrícolas para o dimensionamento de projetos de irrigação e a gestão de recursos hídricos, estimou-se e se espacializou a demanda de irrigação da videira (Vitis vinifera L., cv. Itália, na bacia do Rio São Francisco. Utilizaram-se séries históricas de dados de 81 estações climáticas distribuídas na bacia. Para cada estação calculou-se os valores, máximos diários e o total anual, da evapotranspiração de referência (ETo, da evapotranspiração da cultura (ETc, da demanda suplementar da cultura e da demanda suplementar de irrigação (este com eficiência de 70%. Com base nos resultados obtidos, concluiu-se que: (a a ETc máxima diária variou, em grande parte da bacia, de 4,5 a 5,7 mm d-1, tendo média anual de 943 mm; (b em média, a demanda anual suplementar da cultura foi 839,5 mm, equivalente a 103,5 mm inferior à ETc; (c o fato do sistema funcionar com 70% de eficiência, em vez de 90%, implica em acréscimo estimado de 18.808.755 m³ de água por ano, somente nas microrregiões de Juazeiro, BA e Petrolina, PE.The irrigation water demand of the grapevine (Vitis vinifera L. cv. Italy was estimated and spatialized in San Francisco River Basin, in order to subsidize the agricultural project planning and water resource management. Historical data series relative to 81 climatic stations distributed throughout the basin were used. The maximum daily values and the annual total values of the reference evapotranspiration (ETo, crop evapotranspiration (ETc, supplementary demand of the crop and the supplementary irrigation demand (70% efficiency were calculated for each station. According to the results, the following conclusions were drawn: (a in a large area of the basin, the maximum daily ETc varied from 4.5 to 5.7 mm d-1, with an annual mean of 943 mm; (b the supplementary annual demand of the crop averaged 839.5 mm, corresponding to 103.5 mm less than ETc; and (c the irrigation

  10. Caracterização de um solo salinizado em área irrigada da região Semiárida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. F. M. Vital

    2015-10-01

    Full Text Available A expansão das áreas irrigadas no semiárido acarreta sérios problemas de degradação dos solos, principalmente de salinização, reduzindo a capacidade produtiva das culturas. A compreensão de aspectos pedológicos é fundamental durante o manejo dessas áreas.  Objetivou-se com esse trabalho a caracterização do solo de uma área irrigada visando a preservação da qualidade dos solos nos perímetros irrigados. Foi selecionado um perfil representativo da área do Capoeira, no município de São José do Bonfim, mesorregião do Sertão Paraibano, microrregião de Patos, Bacia Hidrográfica do Rio Piranhas, Semiárido do Estado da Paraíba, Bioma Caatinga. O perfil na profundidade de 118 cm foi descrito em campo, em seguida, foram coletadas amostras para a realização das análises morfológicas, físicas, químicas e mineralógicas de cada horizonte. O solo foi classificado como CAMBISSOLO HÁPLICO Sálico sódico, com sequência de horizonte Ap, AB, Bi, BC e 2Ccom predominância de textura franco arenosa. A análise da fertilidade, ao longo do perfil, revelou valores de pH variando de 5,3 a 8,0, saturação por sódio de 16 a65% e teores de P (1,8-11,9 mg kg-1, Ca (3,1-5,0, Mg (1,3 -5,1, K (0,06-0,09, Na (1,51-39,25 cmolcdm-3, respectivamente, enquanto no extrato de saturação os valores de condutividade elétrica, PST e RAS foram de 9,3-47dSm-1, 40-69 e 47-153. O caráter sódico não é contemplado na atual versão do sistema como subgrupo. Dessa forma, pelos resultados, propõe-se a inclusão de um subgrupo sódico dentro da classe dos CAMBISSOLOS.Characterization of a saline soil in irrigated area of semiarid regionAbstract: The expansion of irrigated areas in the semiarid causes serious problems of soil degradation, mainly salinization, reduzing the production capacity of crops. The understanding of pedological aspects is essential for managing these areas. This study aimed to characterize a soil of an irrigated area as a

  11. Extratores para avaliação da disponibilidade de metais pesados em solos adubados com vermicomposto de lixo urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mantovani José Ricardo

    2004-01-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram selecionar extratores químicos para avaliação da disponibilidade de metais pesados em solos tratados com vermicomposto de lixo urbano e calcário, e verificar os efeitos destes insumos nos teores disponíveis de metais pesados em solos. Foram realizados dois ensaios em casa de vegetação. Em um deles, foi usado um Latossolo Vermelho distroférrico e, no outro, um Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico, e, em ambos, a alface foi utilizada como planta-teste. O delineamento experimental de cada experimento foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial 5x5, com quatro repetições, combinando-se doses de corretivos da acidez para elevar a saturação por bases a 40%, 50%, 60%, 70% e 80%, e o equivalente a 0, 25, 50, 75 e 100 t ha-1 de vermicomposto. Os extratores DTPA e Mehlich 3 detectam aumento nos teores de Ni, Pb, Cu e Zn em solos argiloso e arenoso adubados com vermicomposto de lixo urbano. O DTPA é mais eficiente que os extratores Mehlich 1 e Mehlich 3 na avaliação das alterações nos teores disponíveis dos metais pesados provocadas pelas mudanças no pH no solo argiloso. O Mn é o único elemento cuja disponibilidade é avaliada eficientemente tanto no solo argiloso como no arenoso, pelo DTPA.

  12. Estudo calorimétrico comparativo do efeito da aplicação de herbicidas na atividade microbiana em diferentes solos

    OpenAIRE

    Gabriel Jeronymo Curti

    2014-01-01

    Resumo: Sabe-se que na agricultura a qualidade de um solo é dependente do tipo de manejo. No presente trabalho foi aplicada a microcalorimetria isotérmica para se investigar a influência do herbicida atrazina na atividade microbiana de um solo envelhecido de mata nativa, mantido a aproximadamente 4 °C, durante três anos. Além da utilização da microcalorimetria isotérmica, foram realizadas as análises de DSC e TG com a finalidade de se avaliar a quantidade de matéria orgânica presente no solo ...

  13. Lixiviação e persistência de ametryn em solos da região canavieira do nordeste brasileiro

    OpenAIRE

    Silva, Kaliane de Souza

    2016-01-01

    O uso de herbicidas sem os conhecimentos básicos de suas interações com o solo e clima representa alto risco de contaminação ambiental e redução da biodiversidade. Para evitar esses problemas é fundamental compreender a dinâmica do herbicida no solo. Dois experimentos foram conduzidos, visando avaliar a dinâmica do ametryn em cinco solos da região canavieira do Nordeste brasileiro: Neossolo Quartzarênico; Argissolo; Espodossolo; Latossolo e Cambissolo. O primeiro experimento...

  14. Impacto do manejo dos resíduos da colheita, do preparo do solo e da adubação na produtividade de eucalipto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frederico Alfenas Silva Valente Paes

    2013-08-01

    Full Text Available Tem sido cada vez maior a preocupação das empresas do setor florestal em adotar práticas pautadas na conservação do solo e da água. Nesse sentido, este trabalho teve por objetivo avaliar o impacto do manejo dos resíduos da colheita, do preparo do solo e do uso de resíduos industriais, na fertilidade do solo e produtividade de eucalipto. O experimento foi iniciado após o corte raso de um plantio comercial de EUCALYPTUS GRANDIS, onde os resíduos da colheita foram manejados (retirada de todo o resíduo; remoção da casca e dos galhos com diâmetro superior a 3,0 cm; e manutenção de todos os resíduos na superfície do solo. Em seguida, realizaram-se o preparo do solo (com subsolador de uma e três hastes, a aplicação dos resíduos industriais (resíduo de celulose e cinzas na superfície do solo e o plantio de mudas de EUCALYPTUS GRANDIS X E. UROPHYLLA Foi utilizado o delineamento em blocos ao acaso, contendo oito tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiram da combinação dos diferentes tipos de manejo dos resíduos da colheita, preparo do solo e aplicação dos resíduos industriais. Cada parcela experimental foi composta por cinco linhas com 19 plantas cada. Aos 83 meses após o plantio, foram medidos o DAP (diâmetro à altura do peito e a altura das árvores, para cálculo do volume de madeira. A fertilização e a manutenção dos resíduos da colheita florestal elevaram os teores de Ca2+ e Mg2+ trocáveis no solo. A manutenção total dos resíduos vegetais na área após a colheita resultou em aumento de 71,7 m³ ha-1 de madeira, quando comparado à remoção de todos os resíduos. Não houve diferença entre os modos de preparo do solo com subsolador de uma e três hastes, quanto ao volume de madeira. Os maiores volumes de madeira foram obtidos dos tratamentos que receberam as maiores quantidades de resíduo de celulose e cinzas, ao mesmo tempo em que foi mantida parte do resíduo vegetal após a colheita

  15. Eefeito das propriedades físicas e químicas do solo em algumas propriedades da madeira de teca (Tectona grandis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Róger Moya

    2010-12-01

    Full Text Available Estudou-se o efeito das propriedades físicas e químicas do solo em algumas propriedades da madeira de Tectona grandis oriundas de plantações entre 7 e 15 anos de idade, localizadas nas regiões Norte e Noroeste da Costa Rica, as quais apresentam dois tipos de clima (tropical seco e tropical úmido e com grande variedade de fertilidade de solo. As análises do solo consistiram no estudo de suas propriedades físicas (porcentagem de argila, limo e areia, densidade aparente, porcentagem de retenção de água e de água útil, retenção 15 Bar e 0,33 Bar e propriedades químicas (pH, acidez e conteúdo de Ca, Mg, K, P, Zn, Cu, Fe e Mn. As contrações tangenciais e radiais foram as propriedades da madeira mais correlacionadas com as características do solo, seguidas da porcentagem de cerne, medula e casca e teor de umidade na condição verde. A propriedade de menor correlação foi a densidade básica, enquanto a contração volumétrica não foi correlacionada com nenhuma propriedade do solo. Os coeficientes de correlação foram altamente significativos (a = 0,05, embora baixos valores (<0,67 foram encontrados, provavelmente influenciados pela ampla variedade das condições de clima e de solo amostrados. As propriedades físicas e químicas do solo não apresentaram influência expressiva nas propriedades da madeira de teca. Assim, apesar da grande variedade de solos existente na Costa Rica, a Teca pode ser cultivada comercialmente em todos eles sem que ocorram grandes variações nas propriedades da madeira.

  16. Aspectos climáticos da bacia hidrográfica do rio Preto – MG/RJ, Brasil, influência dos fatores geográficos na formação desse clima regional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane Oliveira

    2017-06-01

    Full Text Available Quando em 1979 Edmon Nimer lança seu livro “Climatologia do Brasil”, um aparato para inúmeros trabalhos é lançado, dado que neste um catálogo com os principais tipos climáticos do país é apresentado. Posteriormente, novos autores e metodologias foram sendo adotadas, e o (reconhecimento de climas cada vez mais específicos vai acontecendo. È partindo deste contexto e aproveitando dos SIG’s para aquisição e manuseio dos dados, que a proposta deste estudo foi realizar um levantamento da climatologia da bacia hidrográfica do rio Preto – MG/RJ, através da relação da influência dos fatores geográficos na formação desse clima regional. Foram construídos mapas e produtos cartográficos. E como resultado constatou-se que a bacia se localiza em uma área de transição climática, havendo uma intrínseca relação entre o tempo e o ambiente.

  17. Potencial fertilizante da serapilheira de espécies lenhosas da Caatinga na recuperação de um solo degradado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anacláudia Alves Primo

    Full Text Available RESUMO O uso da serapilheira de espécies da Caatinga, na recuperação de solos degradados, é uma alternativa interessante, por contribuir para o retorno de nutrientes para o solo e favorecer a ciclagem de elementos e a melhoria da fertilidade. Objetivou-se, com este trabalho, mensurar os efeitos da aplicação de doses da fração folhas, da serapilheira de oito espécies da Caatinga, sobre a fertilidade de um solo degradado e a produção de sorgo. Adotou-se delineamento em blocos casualizados, com cinco tratamentos e cinco repetições, com doses de serapilheira, equivalentes a 0, 15, 30, 60 e 120 kg ha-1 de N, por espécie. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, utilizando-se um Planossolo Nátrico Órtico coletado em área degradada do município de Irauçuba, CE. Coletaram-se folhas, sem sinal de decomposição, de Combretum leprosum Mart., Mimosa caesalpiniifolia Benth., Mimosa tenuiflora (Willd. Poir., Libidibia ferrea (Mart. ExTul. L.P. Queiroz, Poncianella piramydalis (Tul. L.P. Queiroz, Aspidosperma pyrifolium Mart, Cordia oncocalyx Allemão e Croton sonderianus Muell. Arg. Aos 75 dias após a germinação, realizou-se o corte das plantas, sua secagem e a quantificação da matéria seca e a análise de N-total e do acúmulo de N. A amostragem do solo foi feita após o corte do sorgo. O incremento das doses dos resíduos de mofumbo, jucá, catingueira, pereiro e pau-branco elevou as concentrações de P, K, Ca e Mg, o resíduo de marmeleiro acidificou o solo. Jurema e pau-branco elevaram a produção de biomassa do sorgo e o acúmulo de N.

  18. Resposta da cana-de-açúcar à aplicação da escória de siderurgia como corretivo de acidez do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. M. Prado

    2001-03-01

    Full Text Available A acidez elevada dos solos da região sudeste e centro-oeste do Brasil predomina onde se concentra a maior área cultivada com cana-de-açúcar. Grandes depósitos de escória de siderurgia, que contêm nutrientes como cálcio e magnésio e apresentam ação corretiva de acidez, localizam-se também naquelas regiões. O presente trabalho objetivou avaliar diferentes níveis de saturação por bases, utilizando como corretivo do solo a escória de siderurgia, comparando-a com calcário calcítico, nas alterações de alguns atributos químicos do solo, bem como na resposta da cana-de-açúcar, durante os dois primeiros cortes. Para isto, foi realizado um experimento com a cana-de-açúcar, variedade SP 80-1842, nos anos agrícolas 98/99 e 99/00. Os tratamentos, dispostos em blocos casualizados em esquema fatorial com quatro repetições, constaram de duas fontes de corretivos, calcário calcítico e escória de siderurgia, e quatro níveis de correção, estimados pelo método da saturação por bases (V%: testemunha sem correção e correção para V% de 50, 75 e 100. Concluiu-se que os efeitos da aplicação do calcário e da escória de siderurgia foram semelhantes na correção da acidez do solo, na elevação da concentração de cálcio e magnésio do solo e na saturação por bases. As doses de calcário proporcionaram efeito quadrático sobre a produtividade e perfilhamento da cana-de-açúcar, enquanto as de escória resultaram em resposta linear.

  19. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE AMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO BACANGA (SÃO LUÍS MA) COM BASE EM VARIÁVEIS FÍSICO-QUÍMICAS, BIOLÓGICAS E POPULACIONAIS: SUBSÍDIOS PARA UM MANEJO SUSTENTÁVEL

    OpenAIRE

    Ana Luiza Privado Martins

    2008-01-01

    As pressões advindas do aumento da urbanização têm causado graves prejuízos ambientais. Diante disso, o presente estudo objetivou avaliar a qualidade ambiental da Bacia Hidrográfica do Bacanga, que representa uma das bacias mais degradadas da ilha de São Luís (Maranhão). O trabalho consistiu em análises de indicadores físico-químicos, biológicos e populacionais. Para realização do mesmo, efetuaram-se coletas bimestrais de água em seis pontos, no período de outubro/2007 a junho/2008, a fim de ...

  20. Composição da macrofauna do solo sob diferentes usos da terra (cana-de-açúcar, eucalipto e mata nativa em Jacutinga (MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lizandra de Fátima Martins

    2017-04-01

    com posterior triagem manual dos indivíduos. A identificação de cada grupo taxonômico foi baseada em características morfológicas. O solo para análise química foi coletado nos mesmos pontos de coleta da fauna. A menor riqueza de grupos foi encontrada na cana-de-açúcar, em comparação com o eucalipto e área de mata nativa. A Ordem Hymenoptera foi a mais abundante nas três áreas de estudo, representada principalmente por insetos da Família Formicidae. O resultado da Análise de Componentes Principais mostrou que Enchytraeidae e Oligochaeta associaram-se ao atributo umidade do solo na área de cana-de-açúcar. A Análise de Agrupamento mostrou que há uma separação espacial entre as áreas de estudos em que a mata nativa isolou-se das áreas de cana-de-açúcar e eucalipto. Os resultados obtidos neste trabalho demonstram que o uso da terra, principalmente o monocultivo como cana-de-açúcar, provoca uma diminuição na diversidade de invertebrados edáficos. Palavras-chave: Distância euclidiana. Ecologia do solo. Densidade de invertebrados. Alterações de ecossistemas.

  1. Efeitos da solarização do solo na densidade populacional da tiririca e na produtividade de hortaliças sob manejo orgânico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    RICCI MARTA DOS SANTOS FREIRE

    2000-01-01

    Full Text Available Foi conduzido um ensaio de campo em Seropédica, Estado do Rio de Janeiro, para avaliar o efeito da solarização do solo na população infestante de tiririca (Cyperus rotundus e na produtividade de hortaliças submetidas a manejo orgânico. A solarização correspondeu à cobertura do solo com polietileno transparente (50 mim por um período de 210 dias. Houve um aumento da temperatura média da camada superficial do solo (0-10 cm da ordem de 23%, em relação ao das parcelas não-solarizadas. Após a retirada do plástico, cultivaram-se: cenoura (Daucus carota 'Brasília', repolho (Brassica oleracea var. capitata 'Astrus', beterraba (Beta vulgaris 'Tall Top Early Wonder' e vagem-anã (Phaseolus vulgaris 'Alessa'. Em termos gerais, a solarização reduziu em 59% a reinfestação pela tiririca. Nas parcelas solarizadas, houve significativo incremento das produtividades de cenoura (28%, vagem (32%, beterraba (37% e repolho (34%. A fixação biológica do nitrogênio, a julgar pela nodulação da vagem, não foi afetada pela solarização, mas a população de nematóides do solo sofreu considerável redução.

  2. Application of hydrological model HidroBacia in Jaqueira stream watershed, Espírito SantoAplicação do modelo HidroBacia na microbacia do córrego Jaqueira, Espírito Santo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Avelino Cecílio

    2013-10-01

    Full Text Available Hydrologic simulation of watersheds is an useful tool for the water resources management and to reduce environmental degradation in watersheds. This work evaluated the applicability of the hydrologic modeling in a small watershed using the HidroBacia model at Alegre-ES and compare the results of flow maximum (Qmáx and surface runoff flow (LES in watershed “outlet” with rational methods (MR and Curve Number (MNC. The soil water infiltration process is represented by means of the Green-Ampt equation, modified by Mein and Larson (GAML in this model. This equation needs the parameters: matric potential in the wetting front, hydraulic conductivity and soil moisture in the “field saturation”. This work assessed seventy two input combinations of parameters for equation GAML. Compared to real data (obtained at the watershed “outlet” the Qmáx and LES with the simulated by HidroBacia and by the MR and MNC. Verify in this work seven best combinations estimated Qmáx and LES in simulations with HidroBacia. The simulated data by the MR and MNC overestimated Qmáx and LES, respectively. Therefore, for experimental condition, recommend the use of hydrological model HidroBacia to estimate both parameters the Qmáx and the LES. A modelagem hidrológica aplicada em bacias hidrográficas consiste numa das principais ferramentas para a gestão dos recursos hídricos, visando minimizar o processo de degradação ambiental. O presente trabalho objetivou avaliar a aplicabilidade do modelo hidrológico HidroBacia em uma microbacia hidrográfica de Alegre-ES, além de compará-lo com os métodos Racional (MR e Número da Curva (MNC. O processo de infiltração de água no solo no HidroBacia, representado pela equação de Green- Ampt-Mein-Larson (GAML, foi simulado por meio de 72 diferentes combinações de parâmetros de entrada, a fim de evidenciar a de melhor desempenho. Compararam-se dados reais (obtidos no exutório da microbacia de vazão máxima de

  3. Da realidade ao sonho”: uma tentativa de planejamento participativo do parcelamento do solo para a Ecoagrovila Renascer desenvolvido pelo EMAU/CASAS/FAU/UnB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liza Maria Souza de Andrade

    2017-02-01

    Full Text Available Resumo Este trabalho trata do planejamento do parcelamento do solo de forma participativa para a Ecoagrovila Renascer, desenvolvido pelo escritório modelo CASAS no âmbito da disciplina de PEMAU[1]. A demanda surgiu por inciativa do Movimento Rio São Bartolomeu Vivo que trabalha com comunidades na bacia hidrográfica visando a regeneração das margens dos córregos da região, bem como da necessidade de buscar apoio no processo de planejamento junto ao INCRA (portaria nº 321/1997 nos moldes do Projeto de Assentamento Casulo. A tipologia de assentamento trata de garantir um espaço de desenvolvimento compartilhado e descentralizado onde serão exploradas atividades agroecológicas economicamente viáveis e ecologicamente sustentáveis, com atividades agropecuárias e desenvolvimento de comunidades mais justas e conscientes. O objetivo deste artigo é demonstrar o processo de planejamento baseado no conceito de Ecovila e princípios de sustentabilidade para o desenho do lugar com introdução de metodologias participativas, que envolveu estudantes e assentados do Movimento de Apoio à Trabalhadora e ao Trabalhador – MATR. Foram desenvolvidas quatro propostas para 40 e 50 famílias, de 2 a 2,5 hectares por lote, em quatro níveis de realidade distintos – da realidade concreta do assentamento ao sonho comunitário dos moradores. Palavras-Chave: Ecoagrovila Renascer, Projeto Participativo, Desenho de Ecovilas [1] Prática em Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo   Abstract This work aims to present the participatory planning process of land division in the “Ecoagrovila Renascer”. It was developed at PEMAU[1], a course part of CASAS – the architecture student’s office for social projects in FAU/UnB. The project demand came from “Rio São Bartolomeu Vivo Movement” which works with communities settled at the watershed of São Bartolomeu river helping them with the regeneration of local streams and supporting the legalizing

  4. Aplicação do modelo hidrológico SWMM na gestão das águas pluviais urbanas: estudo de caso da bacia hidrográfica do Rio Morto, Rio de Janeiro.

    OpenAIRE

    Daniele Pereira Batista Amaral

    2014-01-01

    O crescimento da população e dos núcleos urbanos durante o século XX, sobretudo nos países em desenvolvimento, contribuiu para o aumento das áreas impermeáveis das bacias hidrográficas, com impactos importantes nos sistemas de drenagem urbana e na ocorrência de enchentes associadas. As enchentes trazem prejuízos materiais, na saúde e sociais. Recentemente, têm sido propostas práticas conservacionistas e medidas compensatórias, que buscam contribuir para o controle das enchentes urbanas, atrav...

  5. Characterisation of the pollution process in the surface waters of the Jucu River Watershed, in the State of Espirito Santo, Brazil = Caracterização do processo de poluição das águas superficiais da Bacia Hidrográfica do Rio Jucu, estado do Espírito Santo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Benvindo Sirtoli Gardiman Junior

    2015-10-01

    Full Text Available Water quality is influenced by the use and occupation of the soil in a watershed; this may even prevent the intended use of the body of water. Characterising the processes of contamination of a waterway has therefore become relevant, with a view to identifying the main determining factors, in order to minimise anthropic impact in the future. In this context, the aim of the present study was to characterise the process of contamination of the waters of the Rio Jucu Basin, based on sixteen variables of water quality. To do this, multivariate statistical techniques were used, such as principal component analysis (ACP and factor analysis (AF, which indicated nine variables as indicative of variations in water quality: N(NH3, DBO, N(kj, DQO, total coliform, pH, total solids, dissolved solids and chlorophyll]. These variables were divided into four factors to facilitate their characterisation: Organic, Acidity, Solids and Eutrophication. The factors accounted for around 74% of the total variance of the data, being directly related to enrichment of the water by organic loading, soil acidity, surface runoff and high levels of nutrients, respectively = O uso e a ocupação do solo das Bacias Hidrográficas influenciam a qualidade da água, podendo, inclusive, inviabilizar o uso previsto do corpo hídrico. Nesse caso, torna-se pertinente a caracterização dos processos de contaminação de um curso d’água para que se possa identificar quais são os principais fatores determinantes, auxiliando a minimizar os impactos antrópicos. Objetivou-se, com o presente estudo caracterizar o processo de contaminação das águas da Bacia do Rio Jucu a partir de dezesseis variáveis de qualidade de água. Para tanto, foram utilizadas técnicas de estatística multivariada, como análise de componentes principais (ACP e análise fatorial (AF, que indicaram nove variáveis representativas da variação da qualidade das águas, são elas: N (NH3, DBO, N(kj, DQO

  6. Estabilidade temporal da distribuição espacial da umidade do solo em área irrigada por pivô central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. C. A. Gonçalves

    1999-03-01

    Full Text Available A heterogeneidade do solo faz com que o armazenamento de água seja variável, sendo necessária uma amostragem intensa, para caracterizar a sua distribuição espacial em uma área irrigada. Para fins de manejo da irrigação, é importante o monitoramento da umidade do solo durante o processo de secagem entre duas irrigações sucessivas. O presente trabalho tem por objetivos avaliar a estabilidade temporal da distribuição espacial da umidade do solo, a correlação da umidade com conteúdo de argila e avaliar se há estrutura de dependência espacial dessas variáveis. Quanto mais estável for a distribuição espacial da umidade e mais estreita a correlação com a textura, menos intensas poderão ser as amostragens para fins de controle das irrigações. Em área irrigada por pivô central, no campus da ESALQ/USP, de solo Podzólico Vermelho-Escuro, a umidade foi medida em pontos espaçados de 2,83 m ao longo de uma transeção radial, nas profundidades de 0,15 e 0,30 m, por meio de uma sonda de nêutrons. O conteúdo de argila e a densidade global foram também medidos. As medidas foram feitas durante um período de secagem do solo. A estabilidade temporal das distribuições espaciais foi avaliada por meio do coeficiente de correlação e da técnica de diferenças relativas. Foi constatada a persistência no tempo das distribuições de umidade, sendo possível identificar pontos de amostragem cujos valores permitem estimar a média geral da umidade na área, a qualquer momento. A dependência espacial da umidade foi avaliada por meio de semivariogramas, os quais mostraram que mais de 50% da variação dos dados pode ser atribuída à variação estruturada no espaço, cujo padrão se mantém estável no tempo e varia com a profundidade. Na camada inferior, a correlação espacial entre umidade e conteúdo de argila é descrita por semivariograma cruzado com efeito pepita nulo. A estrutura de dependência espacial pode ser usada no

  7. Prevalência e etiologia da mastite bovina na bacia leiteira de Rondon do Pará, estado do Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Magno C. Oliveira

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo do presente trabalho foi pesquisar a prevalência e a etiologia da mastite bovina na bacia leiteira do município de Rondon do Pará, bem como avaliar o perfil de sensibilidade e resistência dos agentes isolados frente aos antimicrobianos. Foram avaliadas 237 vacas mestiças de aptidão leiteira, pertencentes a nove propriedades, as quais utilizavam ordenha manual uma vez ao dia e sistema de criação extensivo em pastagens de Brachiaria brizantha, com fornecimento de sal mineral e água ad libitum. Realizou-se o exame clínico da glândula mamária, o teste da caneca telada e o California Mastitis Test. Dos 935 quartos mamários avaliados, 6,6% apresentaram mastite subclínica, 1,3% mastite clínica e 92,1% foram negativos. As bactérias isoladas na mastite clínica foram Staphylococcus spp. coagulase negativo (25%, Staphylococcus aureus (16,7%, Streptococcus spp. (8,3% e Corynebacterium spp. (8,3%. Na mastite subclínica foram Staphylococcus spp. coagulase negativo (32,3%, Staphylococcus aureus (17,7%, Staphylococcus intermedius (1,6%, Streptococcus spp. (4,8%, Corynebacterium spp. (4,8% e Staphylococcus spp. coagulase negativo/S. aureus (1,6%. Não houve crescimento microbiano em 41,7% das amostras com mastite clínica e 37,1% com mastite subclínica. No antibiograma, 100% dos isolados de Staphylococcus spp. coagulase negativo, S. aureus, S. intermedius, e Streptococcus spp. foram sensíveis ao sulfazotrim. Por outro lado Corynebacterium spp. foi 100% resistente ao mesmo antimicrobiano. A cefalotina, cefoxitina e gentamicina, apresentaram eficácia frente às bactérias isoladas do gênero Staphylococcus spp., as quais neste trabalho representam a grande maioria dos agentes causadores de mastite. A mastite foi diagnosticada em todos os rebanhos pesquisados, contudo o número de animais acometidos foi considerado baixo; isso provavelmente deve-se à baixa produção de leite dos animais e a permanência do bezerro ao pé após a

  8. Analise da vulnerabilidade de um solo agrícola, irrigado com águas poluídas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Benjamim Carvalho Lima Junior

    2014-08-01

    Full Text Available O reúso planejado de água de qualidade inferior contribui para uma gestão melhor dos recursos hídricos, favorecendo a produção agrícola em locais onde este fator de produção é escasso. No semiárido brasileiro a utilização de água de qualidade inferior em sistemas produtivos irrigados é em muitas situações, a única maneira de garantir a produção agrícola. Este trabalho objetivou identificar os impactos salinos em um solo agrícola cultivado com bananicultura irrigada com águas poluídas. Foram avaliados os parâmetros hidrodinâmico do solo condutividade hidráulica (K0, e porosidade drenável (μ, e os parâmetros de classificação salina do solo (pHes, CEes e PST. Foram realizadas análises exploratórias através de métodos estatísticos descritiva dos parâmetros hidrodinâmicos e modelagem geoestatística dos parâmetros de classificação salina. Observou no estudo o solo da área experimental encontra-se degradado por processo de salinização e sodicidade, ação provocada principalmente pela irrigação com água de qualidade inferior e deficiência na drenagem natural do solo.

  9. Estado da Arte nos Quitinozoários: Designação da Ordem, Afinidades Biológicas, Paleoambiente e Breve Histórico no Âmbito das Bacias do Amazonas e do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hilda Leonor Coevas de Azevedo-Soares

    2005-01-01

    Full Text Available Interpretados sob diversas óticas variando conforme o pensamento científico dos pesquisadores, os quitinozoários constituem um grupo enigmático tanto no que diz respeito ao seu significado como as suas afinidades biológicas. Distribuídos desde o Ordoviciano (Tremadociano até o final Devoniano, estes organismos são hoje ferramentas primordiais na datação desses estratos assim como na prospecção de depósitos de combustíveis fósseis. O presente trabalho levantará, portanto, aspectos da atualidade sobre o estado da arte dos quitinozoários tendo como base à designação da ordem Chitinozoa criada por A. Eisenack em 1931 e posteriormente reformulada pelo mesmo em 1972, com a divisão nas ordens Prosomatifera e Operculifera. Além de suas possíveis afinidades biológicas (filogenia com outros grupos fósseis e viventes como rotíferos e cnidários. No Brasil estes ocorrem desde o final do Ordoviciano? ao Devoniano, desta feita traçaremos um breve histórico sobre os trabalhos desenvolvidos nos últimos cinqüenta anos em duas de suas principais bacias paleozóicas: Amazonas e Paraná.

  10. Efeito da desinfestação do solo pelo uso da energia solar sobre fungos micorrízicos arbusculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    O. Randig

    2002-03-01

    Full Text Available O uso da energia solar como método de desinfestação do solo apresenta como vantagens, além do baixo custo, ausência de riscos para a saúde humana e para o meio ambiente. Seus efeitos sobre microrganismos benéficos são, entretanto, pouco conhecidos. Objetivou-se, neste estudo, avaliar dois métodos de desinfestação do solo por meio da energia solar, quanto aos seus efeitos sobre fungos micorrízicos arbusculares (FMA. Os experimentos foram realizados na Embrapa Clima Temperado, Pelotas (RS, avaliando-se o efeito da solarização e de um coletor solar sobre uma população nativa de fungos micorrízicos. Após 30dias de tratamento, o potencial de inóculo de FMA, determinado pela técnica do número mais provável, foi reduzido em 93% pela solarização e em 99% pelo coletor solar. Verificou-se, ainda, que nas plantas de milho cultivadas em solo tratado durante dois dias no coletor solar, a colonização micorrízica foi, em média, inferior a 1%, não havendo colonização após nove dias de tratamento.

  11. A geometria fractal da rede de drenagem da bacia hidrográfica do Caeté, Alfredo Wagner-SC Fractal geometry of the drainage network of the Caeté river watershed, Alfredo Wagner-SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Redin Vestena

    2010-08-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram estimar e avaliar a dimensão fractal da rede de drenagem da bacia hidrográfica do Caeté, em Alfredo Wagner, SC, a partir de diferentes métodos, com o propósito de caracterizar as formas geomorfológicas irregulares. A rede de drenagem apresenta propriedades multifractais. As dimensões fractais para os segmentos individuais (df e para a rede de drenagem inteira (Df foram determinadas por métodos que se fundamentaram nas razões de Horton e pelo método da contagem de caixas (Box-Counting. A rede de drenagem tem característica de autoafinidade. A dimensão fractal proveniente da relação de parâmetros obtidos pelas Leis de Horton apresentou resultados dentro dos limiares da teoria da geometria fractal.The objective of the present work was to evaluate the fractal dimensions of the drainage network of the Caeté river watershed, Alfredo Wagner/SC, with different methods in order to characterize the irregular geomorphologic forms. The drainage network possesses multi-fractal properties. That is why the fractal dimensions for the individual segments (df and for the entire network (Df were evaluated with Horton's Laws and the Box-Counting method. The drainage network has self-affinity characteristics. The fractal dimension obtained through the parameters relationship of Horton's Laws showed the results within the thresholds of the fractal geometry theory.

  12. Controlo da salinidade do solo com recurso à sementeira directa Control of the soil salinity by using direct drilling

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. P. Mendes

    2009-01-01

    Full Text Available A introdução do regadio utilizando água com teores moderados de sais, em zonas de clima semi-árido e em solos com má drenagem interna, conduz, a prazo, ao inevitável aumento da salinidade do solo e, provavelmente, ao risco de alcalização do mesmo. A maior parte das áreas de regadio, a beneficiar com as águas provenientes do Alqueva, enquadram-se nesta circunstância. No presente estudo, pretende-se averiguar se, o aumento da infiltrabilidade do solo e a redução da evaporação directa, conseguida com uma elevada quantidade de resíduos à superfície do solo provenientes de uma cultura de cobertura seguida de s ementeira directa, possibilitam uma menor acumulação dos sais durante o Verão e uma maior lavagem, dos mesmos, durante o Inverno. Para testar a sementeira directa com cultura de cobertura, como tecnologia para o controlo da salinidade, a longo prazo, em clima semi-árido e solos mal drenados, instalou-se um ensaio no Alto Alentejo no perímetro de rega do Caia, em Luvissolos Cálcicos (classificação FAO. O ensaio decorreu debaixo de uma rampa rotativa e tem como tratamentos principais dois sistemas de preparação do solo: sementeira directa sobre cultura de cobertura (SD; sistema convencional (SC, subdividido em dois níveis de salinidade da água (0,7 dS m-1 e 2 dS m-1 e em dois regimes hídricos (100% e 70% da ETc do SC. O regime hídrico mais baixo foi obtido por redução do diâmetro dos bicos dos aspersores numa coroa circular da rampa rotativa e as diferentes qualidades da água foram obtidas por aplicação de cloreto de sódio e de sulfato de magnésio à superfície do solo como se se tratasse de um fertilizante de cobertura, sólido. Ao fim do segundo ano de ensaio, os valores de salinidade da solução do solo (1:2 em peso nos primeiros 0,20 m são inferiores na sementeira directa (0,63 dS m-1 para a SD e 0,75 dS m-1 para o SC e as diferenças são mais acentuadas no regime hídrico mais elevado. Os valores

  13. Mineralogia da fração argila de solos vermelhos com horizontes superficiais brunados do Planalto de Lages (SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. A. Almeida

    2000-12-01

    Full Text Available Em regiões de altitudes elevadas do sul do Brasil, predominam perfis de solos com coloração bruna ou bruno-amarelada, em conseqüência do clima frio e úmido, que favorece a formação e, ou, persistência de óxidos de ferro na forma de goethita, causando o amarelecimento completo dos solos. Entretanto, em alguns locais, constatam-se perfis de solos com horizontes superficiais brunados, mas que, em profundidade, apresentam cores avermelhadas, o que parece constituir relíquia de clima pretérito mais seco e quente que o atual. O presente trabalho objetivou estudar a gênese das feições citadas, por meio da avaliação das características estruturais dos óxidos de ferro goethita e hematita nos horizontes brunados e vermelhos. Para tanto, foram descritos e amostrados no Planalto de Lages dois perfis de Nitossolos Vermelhos (Podzólicos Vermelho-Escuros, com horizontes superficiais brunados. Além da caracterização analítica usual, avaliaram-se, através de difratometria de raios X, as características estruturais dos óxidos de ferro de horizontes dos perfis, bem como em crosta laterítica, pedotúbulos e nódulos de gibbsita. Diferenças no padrão da goethita entre os horizontes brunados e vermelhos, bem como similaridade no padrão da hematita ao longo dos perfis, evidenciam que a hematita e, possivelmente, parte da população de goethita com menor substituição de ferro por alumínio tenham sido preferencialmente dissolvidas nos horizontes superficiais. O amarelecimento superficial parece ter sido resultante da persistência da população de goethitas com maior substituição de ferro por alumínio e da neoformação de goethitas, cujas características de maior substituição isomórfica de ferro por alumínio indicam terem sido formadas em condições ambientais diferentes das que prevaleceram na formação dos horizontes subsuperficiais vermelhos.

  14. Efeitos da adubação NPK na fertilidade do solo, nutrição e crescimento da seringueira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    O. C. Bataglia

    1999-12-01

    Full Text Available O trabalho teve por objetivo avaliar o efeito de diferentes combinações de doses de fertilizantes NPK, durante o período de formação do seringal, sobre as características químicas do solo, nutrição mineral e crescimento de árvores de seringueira [Hevea brasiliensis (Willd. ex Adr. de Juss. Müell. Arg.], clone RRIM 600. O experimento foi instalado em 1985 e realizado até 1993, no delineamento de blocos ao acaso, num esquema fatorial fracionado 1/2 (4 x 4 x 4, testando as doses anuais de 0, 40, 80 e 120 kg ha-1 de N, P2O5 e K2O, aplicadas na forma de uréia, superfosfato triplo e cloreto de potássio. Foi usado Latossolo Vermelho-Amarelo Podzólico distrófico A moderado de textura arenosa/média, localizado no município de Avaí, estado de São Paulo, no período entre dois e oito anos de idade das árvores. A avaliação do experimento foi feita por meio da análise de solo, de folha e medida do perímetro do caule. O fertilizante nitrogenado (uréia foi o que causou maiores alterações com intensa acidificação do solo. Além de alterar diversos atributos do solo, a aplicação de uréia elevou as concentrações de N e reduziu as de K e S nas folhas. A fertilização fosfatada aumentou a disponibilidade de P no solo e a concentração nas folhas, o mesmo acontecendo com a adubação potássica em relação à disponibilidade de K no solo e na planta. Apesar disso, as correlações entre as concentrações de P e K no solo e nas folhas e o período de imaturidade não foram coerentes com esse aumento de disponibilidade. Mesmo sem a aplicação de micronutrientes, observou-se que as concentrações de B nas folhas correlacionaram-se positivamente com o período de imaturidade, enquanto os demais micronutrientes pouco influíram na fertilidade do solo.

  15. Anurofauna da bacia do Rio Tijuco, Minas Gerais, Brasil e sua relação com taxocenoses de anfíbios do Cerrado e suas transições

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos E. Conte

    2013-09-01

    Full Text Available A supressão de paisagens naturais tem dizimado populações e/ou reduzido a área de ocorrência de muitas espécies de anuros, caso do Cerrado, dado o grande potencial econômico e velocidade de descaracterização por atividades humanas. Por este motivo, inventários de espécies são extremamente necessários nessas regiões que dependendo do grau de alteração ambiental podem prejudicar as atividades de dispersão e reprodução dos anuros. Este estudo tem por objetivo determinar a riqueza e a diversidade de modos reprodutivos da anurofauna da bacia do Rio Tijuco e comparar a composição da taxocenose dessa região com taxocenoses de anfíbios de outras regiões do bioma Cerrado e da floresta estacional semidecidual anteriormente estudadas. O estudo foi desenvolvido ao longo da bacia do Rio Tijuco numa extensão aproximada de 80 km. Através de quatro métodos de amostragem, foram registradas 40 espécies de anuros pertencentes a seis famílias, o que corresponde a 20% das espécies de anuros registradas para o Cerrado. As condições da paisagem favorecem espécies mais tolerantes e adaptadas ao clima mais seco, o que reflete numa taxocenose que possui baixa proporção de modos reprodutivos e uma elevada representatividade de modos generalizados, dependentes de água ou com adaptações contra dessecação. Em comparação com outras 15 localidades verificou-se que a anurofauna do Cerrado é típica, com baixa similaridade taxonômica com ecossistemas adjacentes. A diversidade de habitats e a expressiva riqueza de espécies tornam a bacia do Rio Tijuco de grande importância para a conservação da anurofauna do bioma Cerrado.

  16. Integrando SIG e USLE para mapeamento da perda de solo em área de proteção ambiental

    OpenAIRE

    Fernando Jorge Corrêa Magalhães Filho; Fabio Martins Ayres; Teodorico Alves Sobrinho

    2014-01-01

    O uso de geotecnologias no planejamento ambiental tem sido instrumento amplamente utilizado. Nesse estudo utilizou-se de um Sistema de Informações Geográficas (SIG) e da Linguagem Espacial para Geoprocessamento Algébrico (LEGAL) para o processamento da Equação Universal de Perda de Solos (USLE), para avaliação dos processos erosivos em área de proteção ambiental. Embora a USLE tenha o objetivo quantitativo de estimar a perda anual média de solo por erosão hídrica, o trabalho utilizou-se de da...

  17. Análise Espacial com SIG de Parâmetros Ambientais e Comportamento Hidrológico (Chuva-Vazão de uma Bacia de drenagem Montanhosa na Serra Dos Órgãos: Bacia Do Paquequer, Município De Teresópolis, RJ.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Semiramis Silveira

    2007-11-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objetivos principais apresentar e analisar, por meio de Sistema de Informação Geográfica, a distribuição espacial dos parâmetros ambientais, na escala 1:50.000, e discutir a possível influência destes na dinâmica hidrológica de chuvavazão da bacia do Paquequer. Este rio (5ª ordem, 30 km de comprimento nasce na Serra dos Órgãos e drena 269 km2 para o vale do Paraíba do Sul. A pluviosidade anual varia de 1500 mm a jusante da bacia até mais de 3000 mm na cabeceira e as chuvas predominam no verão. Em 1996, a vegetação da bacia era composta por um mosaico de diferentes estágios de sucessão ecológica até Floresta Ombrófila Densa - Mata Atlântica, em fragmentos de diferentes tamanhos, e 25 % da área com uso urbano/rural. Na bacia ocorrem 3 unidades geológicas (Granito Teresópolis, Batólito Serra dos Órgãos (gnaisse e Unidade Rio Negro (migmatito. Os afloramentos rochosos (5 % da área são importantes feições da paisagem (principalmente no Granito Teresópolis. As unidades estão sobrepostas por colúvios, colúvios ricos em blocos, elúvio e pouca quantidade de depósitos aluvionares. Os Cambissolos são dominantes, com poucos Latossolos (preferencialmente associados a Unidade Rio Negro e Gleissolos nos vales. Uma coletânea, unificação e análise das relações espaciais dos dados de geologia, solos, declividade, formação superficial, hidrografia, vegetação e uso mapeados pelo projeto Teresópolis (UERJ/IBGE foi elaborada por intermédio do ArcGis Desktop 9.2. Os resultados do SIG apontam que a geologia da bacia condiciona diferentes paisagens. No Granito Teresópolis as classes de maior declividade, os afloramentos rochosos e os colúvios com blocos têm maior significado. As classes Gleissolo e Latossolo adquirem importância significativa na unidade Rio Negro. A investigação por meio de GPR e granulometria de uma sub-bacia identificou padrões geofísicos e granulom

  18. Efeitos de sistemas de preparo do solo na erosão e na produtividade da acácia-negra (Acacia mearnsii de Wild..

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato A. Dedecek

    2010-08-01

    Full Text Available Os plantios homogêneos de acácia-negra nem sempre são feitos em solos adequados às exigências da espécie, seja pelo valor da terra ou proximidade da indústria. Diferentes sistemas de preparo podem melhorar as condições do solo, evitar problemas de erosão e diminuir custos de implantação. Em áreas de propriedade da TANAGRO S.A e da SETA S.A., nos municípios de Piratini e Butiá, RS, em dois tipos de solos distintos - Neossolo Litólico e Argissolo Vermelho-Amarelo, foram testados sistemas de preparo do solo com diferentes níveis de movimentação para plantio de acácia-negra: plantio de mudas em covas e plantio após subsolagens com duas, três e cinco hastes e uso de gradagens. Foram avaliados o crescimento em DAP e altura, anualmente, e produção de biomassa aérea no corte raso. Os solos foram caracterizados química e fisicamente em seus horizontes superficiais. Nas plantas, após sete anos, foram coletadas amostras de discos em seis posições no tronco para avaliação das densidades básicas. Preparo do solo com subsolador de cinco hastes apresentou maiores perdas de solo, que foram mensuráveis apenas até 18 meses após o plantio. Essas perdas de solo são extremamente importantes na sustentabilidade da produção do Neossolo Litólico, composto em 80% de calhaus e cascalho. O preparo reduzido do solo, com a abertura de covas manual e mecanicamente para plantio da acácia negra, não diminuiu o crescimento das plantas em ambos os solos estudados. No entanto, o desenvolvimento inicial das plantas de acácia negra, plantadas em sistema de preparo reduzido, foi mais lento (altura e DAP, defasagem que permaneceu até os 24 meses após o plantio.

  19. Modelagem hidrológica em microbacia hidrográfica parte II: teste do modelo HidroBacia Hydrologic modeling of a small watershed part II: HidroBacia model test

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sidney S. Zanetti

    2009-08-01

    Full Text Available Este trabalho consistiu na modelagem hidrológica de uma microbacia hidrográfica utilizando-se o modelo HidroBacia, no qual o processo de infiltração da água no solo é representado por meio da equação de Green-Ampt modificada por Mein e Larson. Obtiveram-se, dentre os parâmetros desta equação, o potencial matricial na frente de umedecimento, a condutividade hidráulica e a umidade do solo na zona de transmissão, através de diversos métodos apresentados na literatura; desta forma, foram preparadas e testadas 36 combinações de dados de entrada, visando identificar as que apresentam melhor desempenho nas simulações do hidrograma de escoamento superficial com o modelo e se selecionaram, dentre os eventos de chuva-vazão registrados na microbacia, os 14 mais relevantes para realização das simulações. Das 36 combinações de dados de entrada testadas, seis apresentaram melhor desempenho na estimação dos hidrogramas. O modelo HidroBacia ainda necessita de aprimoramentos, juntamente com análises de sensibilidade, com vista a identificar possíveis incompatibilidades entre os dados de entrada e os respectivos resultados das simulações, uma vez que o modelo apresentou resultados incoerentes em determinadas situações.This work consisted of the hydrologic modeling of a small watershed using the HidroBacia model. The soil water infiltration process is represented by means of the Green-Ampt equation, modified by Mein and Larson, in this model. Among the equation parameters, matric potential in the wetting front, hydraulic conductivity and soil moisture in the "field saturation" were obtained using different methods based on previous scientific literature. Thirty six input data combinations were tested in order to identify those that showed better performance on the runoff hydrograph simulations with the model. Between the rainfall-runoff events registered on watershed, the most relevant (14 of them were selected to perform the

  20. Resposta da assembleia de formigas na interface solo-serapilheira a um gradiente de alteração ambiental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego S. Gomes

    2013-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou avaliar a resposta da assembleia de formigas que nidificam na interface solo-serapilheira a um gradiente de alteração ambiental. O estudo foi realizado em três ambientes com diferentes usos do solo: fragmento florestal, sistema agroflorestal (SAF e pastagem situados em região de domínio da mata atlântica no sudeste do Brasil. Em cada ambiente foram demarcadas 10 parcelas de 1 m² e todos os ninhos de formigas encontrados foram registrados. Foram encontrados 215 ninhos (103 no fragmento florestal, 64 no sistema agroflorestal e 48 na pastagem, de 31 espécies. O número acumulado de espécies foi maior no fragmento florestal que na pastagem, mas não diferiu do SAF. A composição de espécies foi diferente entre o fragmento florestal e os outros dois ambientes. A riqueza média de espécies de formigas por parcela foi maior no fragmento florestal e menor na pastagem. A quantidade de serapilheira não foi um fator importante para as diferenças na riqueza de espécies. Atividades humanas que reduzam a heterogeneidade da vegetação alteram a composição e diminuem a riqueza de espécies das assembleias de formigas.

  1. VULNERABILIDADE E RISCO À CONTAMINAÇÃO DOS SOLOS DA ÁREA DE RECARGA DO AQUÍFERO GUARANI NO ESTADO DE GOIÁS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Moreira Alves

    2009-06-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objetivo apresentar a estimativa da vulnerabilidade natural e risco dos solos à contaminação nas áreas de recarga do Aqüífero Guarani, no sudoeste do Estado de Goiás (SAG/GOIÁS. Para estabelecer as classes de vulnerabilidade desses solos utilizou-se de técnicas de SIG, cruzando-se os mapas de declividade dos terrenos com o de solos, o de condutividade hidráulica e o de uso do solo, todos na mesma escala, obtendo-se as classes de vulnerabilidade e de risco. Avaliou-se que 45% das áreas de recarga do aqüífero possuem vulnerabilidade muito alta e 47% são consideradas da classe alta, juntas somando mais de 90% da área total de recarga do aqüífero no Estado de Goiás. Calculou-se que 32,8% apresentam alto risco e 27,5% apresentam muito alto risco somado 60% do total da área. Concluiu-se que a vulnerabilidade e risco da área de recarga do SAG em Goiás são elevados e por isso inspiram cuidados, sobretudo preventivos, com o uso, manejo e conservação dos solos.

  2. Propriedades químicas e manejo de solos tiomórficos da várzea do Rio Coruripe, estado de Alagoas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    V. S. Souza Júnior

    2001-12-01

    Full Text Available Com o objetivo de estudar as propriedades químicas de solos tiomórficos da várzea do rio Coruripe, no estado de Alagoas, foram selecionados seis perfis de Gleissolos e Organossolos, na área pertencente à Usina Coruripe, onde estão estabelecidos um sistema de drenagem e a cultura da cana-de-açúcar. Os solos foram caracterizados morfologicamente, e amostras de cada horizonte foram coletadas para determinações químicas no solo e no extrato da pasta saturada, utilizando amostras na umidade de campo e secas ao ar. Foi realizado um teste de calagem em casa de vegetação com amostras compostas, representativas da área de dois perfis selecionados, nas profundidades de 0-20 e 20-40 cm. Os resultados permitiram concluir que o maior desenvolvimento dos horizontes sulfúricos ocorreu nos solos com mais altos teores de matéria orgânica. O processo de secagem das amostras em laboratório promoveu a oxidação dos sulfetos e a formação de ácido sulfúrico, alterando as condições naturais dos solos no campo. A alta condutividade elétrica observada nos solos tiomórficos estudados não é indicativo de salinidade e está relacionada com a formação de ácido sulfúrico. As características químicas peculiares observadas neste estudo sugerem a realização de pesquisas sobre métodos apropriados de amostragem e análises, específicos a estes solos. Para correção do alumínio trocável dos horizontes superficiais dos solos estudados, foram necessárias doses de 11 a 25 t ha-1 de CaCO3. A manutenção do solo úmido, por meio do controle do lençol freático à profundidade em torno de 30 cm, é a forma mais eficiente e sustentável de controle da acidez dos solos tiomórficos, constituindo condição indispensável à utilização dos solos com cana-de-açúcar.

  3. Dinocistos Quaternários Produzidos por Células Móveis de Dinoflagelados Potencialmente Tóxicas Depositados no Talude Médio da Região de Albacora da Bacia de Campos RJ/Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Torres de Souza

    2007-07-01

    Full Text Available A evolução do Quaternário marinho brasileirotem sido consideravelmente estudada nas regiõescosteiras, o que não ocorre no talude continental, queé pouco conhecido. A exploração na Bacia de Campostem se voltado cada vez mais para reservatórios deáguas profundas visando a descoberta de novasreservas de hidrocarbonetos. Entretanto, poucas são asinformações extraídas do estudo do microplâncton deparede orgânica, em especial os dinocistos, presentenos sedimentos quaternários de águas profundas daBacia de Campos, de grande interesse para a indústriade petróleo. As determinações dos parâmetrospaleoceanográficos e suas variações no taluderecente são valiosas ferramentas a serem utilizadasna modelagem de depósitos de águas profundas etêm aplicação imediata na construção de modelospreditivos no Mioceno e mesmo no Oligoceno. Anecessidade de melhorar a preparação de amostrasde testemunhos de idade holocênica e pleistocênicada Bacia de Campos possibilitou realizar este estudodirecionado a taxonomia das espécies de dinocistosdo período Quaternário, visando melhor entender apaleoecologia desses organismos, paleoceanografiae paleoambiente da área estudada. Além do estudotaxonômico, foram estimadas as assembléias dedinocistos uma vez que respondem melhor ao fatorpaleonutriente, paleoprodutividade, paleossalinidadee paleotemperatura. Um aspecto inédito abordado nopresente trabalho foi a averiguação de afinidade entreos dinocistos quaternários com as respectivas célulasmóveis de dinoflagelados recentes, muitos dos quaispotencialmente produtores de toxinas. Essa idéiasurgiu após o XI Congresso Brasileiro de Ficologia& Simpósio Latino-americano Sobre Algas Nocivasonde participaram estudantes e pesquisadores daárea de biologia e geologia. Viu-se então umaexperiência excelente e de grande oportunidadepara união de esforços multi e interdisciplinares emárea tão pouco estudada. O estudo foi realizado emtr

  4. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do rio Debossan, Nova Friburgo, RJ Morphometric characterization of Debossan river watershed, Nova Firburgo, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christiany Araujo Cardoso

    2006-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi fazer a caracterização morfométrica a partir de alguns parâmetros físicos da bacia hidrográfica do rio Debossan, Nova Friburgo, RJ. Para isso, gerou-se inicialmente o Modelo Digital de Elevação Hidrologicamente Consistente (MDEHC a partir de cartas topográficas do IBGE, na escala 1:50.000, utilizando o sistema de informações geográficas, através dos softwares ArcVIEW e Arc/INFO. A partir do MDEHC, foram calculados alguns parâmetros morfométricos para o estudo do comportamento hidrológico da bacia. A área de drenagem encontrada foi de 9,9156 km² e o perímetro, de 17,684 km. A bacia hidrográfica do rio Debossan tem formato alongado, coeficiente de compacidade de 1,5842, fator de forma de 0,3285 e índice de circularidade de 0,3985. A densidade de drenagem obtida para a bacia foi de 2,3579 km/km². A forma mais alongada da bacia hidrográfica indica que a precipitação pluviométrica sobre ela se concentra em diferentes pontos, concorrendo para amenizar a influência da intensidade de chuvas, as quais poderiam causar maiores variações da vazão do curso d'água.The objective of this work was to perform a morphometric characterization based on some physical parameters. In order to do so, a Hydrologically Consistent Digital Elevation Model (HCDEM was generated from IBGE topographical maps, scale 1:50.000, using as database and analysis the system of geographic information, by means of the ArcVIEW and Arc/INFO version 8.3 systems. From this, some morphometric parameters of a previous study on the hydrologic behavior of the watershed were calculated. The drainage area was 9,9156 Km² and 17,684 km in perimeter. The Debossan river watershed was proven not easily subject to floods as the compacity coefficient was far from the unit (1.5842 and its shape factor presented a low value (0.3285. Such fact can still be proven by the circularity index value (0.3985. The drainage density was 2,3579 Km

  5. ESTIMATIVA DA VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO BÁSICA DO SOLO ESTIMATION OF THE SOIL BASIC INFILTRATION VELOCITY

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LUÍS EDUARDO DE OLIVEIRA SALES

    1999-11-01

    Full Text Available Objetivando estimar a velocidade de infiltração básica (VIB, avaliou-se a associação desta com outras propriedades físicas das camadas superficial e subsuperficial de um Latossolo Roxo e um Podzólico Vermelho-Amarelo, ambos ocorrentes no campus da Universidade Federal de Lavras. Para tanto, delineou-se um plano amostral consistindo de uma rede cujas malhas apresentaram espaçamentos variáveis. Nos pontos de interseção das malhas determinou-se a VIB e, posteriormente, coletaram-se amostras com estrutura deformada e indeformada nas camadas de 0-20 e 60-80 cm. Com essas amostras determinou-se a textura, densidade do solo e de partículas, porosidade total, macro e microporosidade e condutividade hidráulica do solo saturado. Após análises estatísticas de correlação e regressão, verificou-se que as propriedades físicas da camada de 0-20 cm do Latossolo Roxo e 60-80 cm do Podzólico Vermelho-Amarelo associaram-se melhor com a VIB. Tanto a condutividade hidráulica do solo saturado quanto a densidade do solo se mostraram adequadas para estimar a VIB desses solos.With the objective of estimating the soil basic infiltration velocity (BIV, a study was conducted to evaluate the degree of association between BIV and other physical properties of the superficial and subsuperficial layers of a Dusky-Red Latosol (Oxisol and of a Red-Yellow Podzolic soil (Ultisol, both located at the campus of the Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais State, Brazil. The sampling was performed with systematic spacing and the points constituted a grid, with variable spacing. At each sampling point, the value of the basic infiltration velocity was determined and thereafter undisturbed and disturbed samples at 0-20 and 60-80 cm of depth were collected. With these samples, the particle-size distribution, bulk density, particle density, total volume of pores, macroporosity, microporosity and hydraulic conductivity of saturated soil were determined. Statistical

  6. Composição e estrutura da comunidade de peixes de um afluente do rio Tietê, bacia do Alto rio Paraná.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jane Piton Serra

    2014-09-01

    Full Text Available A América do Sul contém a mais rica e variada ictiofauna de água doce do mundo, porém, muito dessa diversidade ainda é desconhecida, tanto na sua composição, quanto em aspectos ecológicos, biológicos e taxonômicos. Essa riqueza, entretanto tem sido afetada pelas alterações antrópicas dos ambientes naturais. Assim, o objetivo do presente trabalho foi determinar a composição e estrutura da ictiofauna do ribeirão Borá, afluente do rio Cubatão, drenagem do rio Tietê, bacia do alto rio Paraná. O local estudado foi um trecho de quinta ordem e aproximadamente 80 m de extensão do ribeirão, localizado no município de Nova Aliança, São Paulo. O ribeirão Borá apresenta características de ambiente antropizado, como pouca vegetação marginal e pontos poucos profundos com sedimento predominantemente arenoso. Foram realizadas 10 coletadas diurnas entre Novembro de 2002 e Março de 2004. O tempo de coleta e os equipamentos utilizados foram padronizados. Foram coletadas 41 espécies de peixes, pertencentes a 15 famílias e cinco ordens, totalizando 1.459 exemplares. A ordem Characiformes apresentou maior riqueza, seguida por Siluriformes. A família Characidae foi a mais rica, seguida por Loricariidae e Cichlidae. Os maiores valores para riqueza e abundância foram encontrados na estação chuvosa. Os resultados obtidos neste trabalho constituem uma forma importante de conhecimento da ictiofauna e reforçam a importância de estudos sobre a composição e estrutura das comunidades de peixes, tanto em ambientes ainda não modificados, quanto naqueles com intenso processo de degradação, como subsídio para conservação e recuperação dos ambientes aquáticos.

  7. Sistemas de preparo do solo, plantas de cobertura e produtividade da cultura da mandioca Soil tillage systems, cover crops and productivity in cassava

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Auro Akio Otsubo

    2008-03-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do uso de plantas de cobertura e de sistemas de preparo do solo, no desenvolvimento e na produtividade da cultura da mandioca (Manihot esculenta Crantz. O trabalho foi conduzido em Argissolo Vermelho, sob sistema convencional de preparo do solo, e em cultivo mínimo sobre palhada de mucuna-cinza (Stizolobium cinereum Piper & Tracy, sorgo granífero [Sorghum bicolor (L. Moench] e milheto [Pennisetum americanum (L. K. Schum.]. Aos dezoito meses após o plantio da mandioca, foram avaliados: altura de plantas, produção de massa de matéria seca da parte aérea, número de raízes tuberosas, produtividade, percentagem de matéria seca e de amido nas raízes tuberosas e índice de colheita. Observou-se que o sistema convencional de preparo do solo pode ser substituído, na cultura da mandioca, pela prática do cultivo mínimo, associada ao uso de coberturas vegetais, por promover incrementos significativos na produtividade da cultura, especialmente, quando se utiliza o milheto como planta de cobertura. O uso de plantas de cobertura no pré-cultivo de mandioca, em sistema de preparo mínimo do solo, representa uma alternativa eficiente para um melhor manejo dessa cultura.The objective of this work was to evaluate the effects of cover crops and soil tillage systems in the development and yield of cassava (Manihot esculenta Crantz. The experiment was carried out in an Arenic Hapludult under conventional tillage, and in a minimum tillage system over mucuna (Stizolobium cinereum Piper & Tracy, sorghum [Sorghum bicolor (L. Moench] and millet straw [Pennisetum americanum (L. K. Schum.]. Eighteen months after cassava planting, the following variables were evaluated: plant height, shoot dry matter production, number of roots, yield, dry matter and starch content on storage roots, and harvest index. It was observed that conventional tillage could be replaced by minimum tillage in cassava crop, when associated

  8. Amostragem para diagnose do estado nutricional e avaliação da fertilidade do solo em caramboleiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Hernandes

    2011-01-01

    Full Text Available Para a realização de uma análise confiável, a etapa mais sensível e que merece extremo cuidado é a amostragem do tecido vegetal e do solo. A amostra mais adequada é aquela que representa o melhor possível a área de estudo, exigindo um mínimo de plantas amostradas para atender a esse objetivo e com o menor número possível de amostras simples coletadas. Assim, o presente trabalho procurou dimensionar o número de plantas a serem amostradas para a diagnose do estado nutricional, bem como o número de amostras simples necessárias para formar a amostra composta, para fins de avaliação da fertilidade do solo cultivado com caramboleiras. O estudo foi realizado em um pomar comercial de caramboleiras, no município de Vista Alegre do Alto (SP, empregando-se amostragem aleatória, coletando-se a sexta folha a partir do ápice do ramo da caramboleira, na altura mediana da frutífera, no florescimento da cultura, em 40 plantas. Foram coletadas, também, 30 amostras simples de solo, em zigue-zague, nas linhas da cultura, com o auxílio de um trado tipo holandês, nas camadas de 0 a 0,2 m e 0,2 a 0,4 m. Considerando-se aceitável um erro amostral de 10%, 21 plantas de carambola seriam suficientes para as determinações químicas foliares de macronutrientes. Já para os micronutrientes, seriam necessárias, no mínimo, 52 plantas amostradas. O aumento do número de amostras simples reduziu o erro porcentual na estimativa da média desejada, permitindo a recomendação de 14 e 17 amostras simples nas camadas de 0 a 0,2 m e 0,2 a 0,4 m (erro = 20%, respectivamente.

  9. Avaliação sazonal e espacial da qualidade das águas superficiais da bacia hidrográfica do rio Longá, Piauí, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Waneska Maria Vasconcelos Medeiros

    2018-05-01

    Full Text Available Este artigo teve como objetivo avaliar a qualidade das águas superficiais da bacia hidrográfica do rio Longá no Estado do Piauí, Brasil. Sete pontos foram monitorados, com base na proximidade de estações meteorológicas e acessibilidade, para obter melhores caracterizações espaciais e de ocupação da bacia hidrográfica. As amostras de água foram coletadas mensalmente (01/2015-12/2015. Foram medidas as variáveis: temperatura, pH, turbidez, condutividade elétrica, sólidos totais, fósforo total, nitrato, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio (DBO e Escherichia coli (E. coli. Os resultados foram avaliados individualmente e comparados aos padrões brasileiros para águas doces de classe 2, conforme Resolução nº 357/2005 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA. Os dados foram avaliados utilizando-se análises multivariadas (agrupamento e análise de componentes principais - ACP. As variáveis E. coli, pH, turbidez, nitrato, DBO e condutividade elétrica variaram entre os dois períodos analisados (seco e chuvoso. As variáveis DBO, E. coli estiveram em desacordo com os padrões do CONAMA nos pontos urbanos P2, P3 e P5, devido à poluição difusa observada no período chuvoso. O agrupamento mostrou uma tendência espacial, apresentando dois grupos distintos (rural e urbano. A ACP identificou quatro componentes principais que explicaram uma variação de 58,64% nos dados. O Componente 1 (CP1 refletiu uma contribuição de poluentes relacionados à poluição difusa de áreas agrícolas e urbanas. O Componente 2 (CP2 foi fortemente associado à poluição, especialmente por esgoto doméstico não tratado. As outras ACPs também refletiram pressões de atividades antropogênicas nos corpos d’água.

  10. Análise Bioestratigráfica com Base em Foraminíferos de Três Testemunhos da Região do Leque Almirante Câmara na Bacia de Campos, RJ.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David Bentes

    2007-07-01

    Full Text Available A Bacia de Campos é a principal áreaprodutora de hidrocarbonetos do país. A descobertade campos gigantes nessa bacia levou à intensificaçãodos estudos dos depósitos em águas profundas ehiperprofundas, tanto da dinâmica de sua gênese eevolução, quanto da tecnologia de produção. Assim,o estudo da bioestratigrafia do Quaternário dessabacia adquire importância, pois fornece uma molduraestratigráfica para a reconstituição da sedimentaçãonessa área. O objetivo do presente trabalho consisteno reconhecimento de biozonas com base emforaminíferos e na correlação estratigráfica de poçosperfurados no talude continental. O material estudadoé proveniente de três testemunhos coletados em2001, no Sistema Almirante Câmara (lâmina d’águaentre 1050 e 2400 m, pelo projeto “ImageamentoGeofísico do Sistema Turbidítico Moderno em ÁguasProfundas da Bacia de Campos”, desenvolvidopelo Depto. de Geologia/UFRJ em parceria com aPETROBRAS. Foram analisadas 77 amostras, comespaçamento de 3cm a 30cm, de acordo com critérioslitológicos e com a necessidade de um detalhamentomaior dos intervalos estudados. Em laboratório, asamostras foram pesadas (10 g e processadas segundometodologia tradicional para estudo de microfósseiscalcários. Em seguida, cada amostra foi peneiradaa seco para triagem, identificação e contagem. Aidentificação e classificação taxônomica seguiuBolli & Saunders (1985. In: Bolli et al. PlanktonStratigraphy e Kennet & Srinivasan (1983. NeogenePlanktonic Foraminifera: a Phylogenetic Atlas. Obiozoneamento utlizado como referência foi o deEricson & Wollin (1968. Sciences, v.162, refinadopor Vicalvi (1997, Bol.Geoci.Petrobras, v.11, n.1/2;1999. PPGG/UFRJ,Tese D.Sc.. Foram reconhecidasas biozonas Z (Holoceno, Y e X (Pleistoceno Finale identificado um possível hiato, englobando ointervalo Y5 – Y2; as taxas de sedimentação foramcalculadas para os intervalos Z, parte superior de Y1e Y1 total.

  11. Uso da Canavalia ensiformis como fitorremediador de solos contaminados por chumbo

    OpenAIRE

    Mazzuco, Kátia Teresinha Mateus

    2008-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química. Atualmente setores de várias áreas têm observado com grande interesse o crescente número de poluentes existentes em todo o mundo. Por esse motivo aumenta o interesse por técnicas remediadoras, tendo neste momento um foco maior o solo. Varias técnicas são estudadas e a fitorremediação possui um lugar de destaque devido à sua eficiência na descontaminação dos solos ...

  12. Riqueza da fauna de formigas (Hymenoptera: Formicidae que habita as camadas superficiais do solo em Seara, Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério Rosa da Silva

    2004-01-01

    Full Text Available Apresentamos, pela primeira vez, dados sobre a riqueza que compõem as comunidades de formigas subterrâneas no Sul do Brasil, comparando os resultados com dados sobre a fauna de formigas de serapilheira na mesma região, a partir de um estudo realizado em 9 sítios de Seara, oeste do Estado de Santa Catarina, no domínio da Floresta Tropical Atlântica. Coletamos nas amostras de solo e serapilheira 113 espécies de formigas em 37 gêneros, sendo menos ricas as amostras de solo (71 espécies em 24 gêneros, enquanto que na serapilheira coletamos 81 espécies em 36 gêneros. Esses habitats compartilham 39 espécies. O índice de similaridade de Morisita-Horn indicou baixa sobreposição na composição de espécies entre a fauna de solo e serapilheira. Os valores de similaridade entre os sítios podem ser considerados médios. Uma análise de ordenação (NMDS indicou diferenças na estrutura de comunidades entre as faunas de solo e serapilheira e distribuição espacial agregada da fauna subterrânea. Nossos resultados indicam que existe uma forte complementariedade entre os dois segmentos de fauna. Concluímos que a fauna de formigas subterrâneas é um importante componente da riqueza de espécies de formigas que habita o solo e, que portanto protocolos para levantamentos quantitativos de formigas, devem incluir amostras de solo para uma melhor avaliação da sua diversidade em florestas tropicais.We present here, for the first time, data on species richness and abundance of subterranean ant assemblages in southern Brazil, based on a research on the subterranean ant fauna in 9 sites in Seara, West of Santa Catarina State, in the domain of Tropical Atlantic Forest, comparing our results with those of a leaf litter ant fauna survey conducted in the same region. We collected in both soil and litter samples 113 ant species belonging to 37 genera. Ants were much less species rich in soil samples (71 species in 24 genera, while in leaf litter we

  13. Efeito do preparo do solo e resíduo da colheita de cana-de-açúcar sobre a emissão de CO2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mara Regina Moitinho

    2013-12-01

    Full Text Available O solo é um dos principais compartimentos de carbono no ecossistema terrestre, capaz de armazenar quantidades expressivas desse elemento e, portanto, a compreensão dos fatores que contribuem para as perdas de CO2 em solos agrícolas é fundamental para determinar estratégias de redução das emissões desse gás e ajudar a mitigar o efeito estufa. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito do preparo do solo e da deposição de resíduos da cultura da cana-de-açúcar na emissão de CO2, temperatura e umidade do solo, durante a reforma do canavial, ao longo de um período de 15 dias. Os manejos avaliados foram: sem preparo do solo e mantendo os resíduos da colheita sobre a superfície do solo (SPCR; sem preparo do solo e sem resíduo (SPSR e com preparo do solo e sem resíduo (CPSR. A menor média de emissão de CO2 do solo (FCO2 foi observada no manejo SPCR (2,16 µmol m-2 s-1, quando comparado aos manejos SPSR (2,90 µmol m-2 s-1 e CPSR (3,22 µmol m-2 s-1, indicando que as maiores umidades e menores variações da temperatura do solo, observadas em SPCR, foram os fatores responsáveis por tal diminuição. Durante o período de estudo, a menor média diária da FCO2 foi registrada em SPCR (1,28 µmol m-2 s-1 e a maior em CPSR (6,08 µmol m-2 s-1, após a ocorrência de chuvas. A menor perda de C-CO2 do solo foi observada no manejo SPCR (367 kg ha-1 de C-CO2, diferindo significativamente (p<0,05 dos manejos: SPSR (502 kg ha-1 de C-CO2 e CPSR (535 kg ha-1 de C-CO2. A umidade do solo foi a variável que apresentou valores mais diferenciados entre os manejos, sendo positivamente correlacionada (r = 0,55; p<0,05 com as variações temporais da emissão de CO2 nos manejos SPCR e CPSR. Em adição, a temperatura do solo diferiu (p<0,05 somente no manejo SPCR (24 ºC, quando comparada aos manejos SPSR (26 ºC e CPSR (26,5 ºC, sugerindo que, para as condições deste estudo, o resíduo da cana-de-açúcar retido sobre a superfície propiciou

  14. Influência da densidade do solo no desenvolvimento inicial do pinhão-manso cultivado em Latossolo Vermelho eutroférrico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Ohland

    2014-10-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo avaliar a influência da densidade do solo no desenvolvimento inicial da cultura do pinhão-manso. O experimento foi realizado em vasos de 10,6 dm³, em casa de vegetação. O solo utilizado foi o Latossolo Vermelho eutroférrico de textura argilosa, coletado em Marechal Cândido Rondon - PR. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, composto por cinco níveis de densidade do solo (1,08; 1,22; 1,36; 1,50 e 1,64 kg dm-3, com quatro repetições. Após 120 dias da emergência das plantas, foram efetuadas as avaliações biométricas e as relativas ao do tecido vegetal. Houve redução de 25% da altura das plantas, na densidade de 1,64 kg dm-3, quando,comparada com a da densidade de 1,08 kg dm-3. Para o comprimento radicular, a redução foi de aproximadamente 24 , 35 , 54 e 66 % para as densidades de 1,22; 1,36; 1,50 e 1,64 kg dm-3 respectivamente, quando comparadas com o da densidade de 1,08 kg dm-3. A limitação do desenvolvimento da parte aérea ocorreu a partir da densidade estimada de 1,26 kg dm-3, com redução do número de folhas, da área foliar e da produção de matéria seca da parte aérea. O desenvolvimento do sistema radicular e o conteúdo de P e K nas plantas de pinhão-manso reduziram-se linearmente com o aumento da densidade do solo.

  15. Agroecossistemas de produção familiar da Amazônia e seus impactos nos atributos do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Idelfonso C. de Freitas

    2013-12-01

    Full Text Available A ausência de restrições climáticas para a produção biológica é a principal característica do bioma Amazônia, o que não se traduz em elevadas produtividades por sucessivos anos de cultivos quando a floresta é substituída por agroecossistemas. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do manejo do solo nos atributos químicos e físicos do solo pela agricultura familiar, conduzida de forma primitiva. As maneiras de uso avaliadas foram: sistema agroflorestal, pastagem cultivada, roça de toco e mata preservada (usada como referência, todas em Neossolo Quartzarênico. Monólitos de terra foram coletados nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm em dois anos agrícolas consecutivos (2010/2011 e 2011/2012 nos meses de julho e janeiro coletando-se sete repetições por sistema. Os atributos do solo avaliados foram: grau de floculação, agregados maior que 2 mm, matéria orgânica, acidez, bases trocáveis, teores de fósforo, saturação por bases, alumínio e capacidade de troca de cátions. Os resultados apontam que 22 anos após a conversão da floresta em agroecossistemas ainda é possível verificar melhores indicadores nos sistemas manejados.

  16. Caracterização hidrogeoquímica do aquífero Botucatu, no setor médio da bacia hidrográfica Mogi-Pardo

    OpenAIRE

    INVERNIZZI, André Luís

    2001-01-01

    ^aDissertação^bMestrado em Geoquímica Nesse estudo efetuou-se um detalhamento do comportamento hidrogeoquímico do sistema aqüífero Botucatu,composto pelas Formações Piramboia e Botucatu, na porção média da bacia hidrográfica Mogi-Pardo, nordeste do Estado de São Paulo. A região estudada abrange porções do aqüífero livre a leste,e do aqüífero confinado a oeste, o que possibilitou estabelecer a evolução hidrogeoquímica das águas no sentido do fluxo, a partir da área de recarga. Análises mult...

  17. Influência da bacia hidrográfica e características espaço-temporais de variáveis limnológicas sobre reservatórios no Rio Jacuí - RS

    OpenAIRE

    Wachholz, Flávio [UNESP

    2011-01-01

    A construção de barragem é uma intervenção antrópica na rede de drenagem que altera o fluxo natural da água. O presente trabalho caracterizou e analisou a estruturação limnológica e espectral na escala espaço-temporal nos reservatórios das Usinas Hidrelétricas (UHE) Passo Real e Dona Francisca do rio Jacuí – RS, e a relação com as bacias hidrográficas que os compõem no Alto Jacuí. A hipótese foi a de que ocorrem diferenças nas propriedades ópticas da água na escala espaço-temporal de reservat...

  18. Análise de sensibilidade dos parâmetros do modelo SWAT e simulação dos processos hidrossedimentológicos em uma bacia no agreste nordestino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Aragão

    2013-08-01

    Full Text Available O processo erosivo constitui-se na principal causa de degradação dos solos e é acelerado por intervenções humanas nas bacias hidrográficas, resultando em prejuízos ao setor agrícola e ao meio ambiente. Para a previsão dos impactos de ações antrópicas ou de mudanças climáticas sobre os processos hidrossedimentológicos, os modelos distribuídos e de base física têm sido bastante eficazes. Neste estudo, aplicou-se o modelo SWAT à sub-bacia do Rio Japaratuba Mirim, em Sergipe, nas seções de medição das estações Fazenda Pão de Açúcar (PA e Fazenda Cajueiro (CJ, com áreas de contribuição respectivamente de 137,3 e 277,8 km², visando à parametrização das duas bacias aninhadas por meio dos processos de calibração e de validação. Foram realizadas simulações do escoamento na bacia menor (PA, a partir dos parâmetros calibrados na bacia maior (CJ, e, reciprocamente, do escoamento na bacia maior (CJ. Em seguida, foram também realizadas simulações do escoamento e da produção de sedimentos para o período de dados de vazão disponíveis (1985 a 2000, para a seção CJ. Os resultados evidenciaram que o modelo calibrado simulou bem o escoamento superficial e conseguiu prever, de forma coerente, a produção de sedimentos com base nos 12 parâmetros mais sensíveis do modelo. A transposição dos parâmetros da bacia maior para a menor e, vice-versa, resultou em índices de Eficiência de Nash-Sutcliffe (NSE e de Tendência Percentual (PBIAS, considerados satisfatórios para o primeiro caso e insatisfatório para o segundo.

  19. Dinâmica da umidade de um solo da Caatinga em função de sua condutividade térmica

    OpenAIRE

    Silans, Alain M. B. P. de; Werlang, Lovania M.

    2011-01-01

    A elaboração de modelos SVATs (Soil Vegetation Atmosphere Transfer - Transporte no sistema solo-vegetação-atmosfera) apropriados, é de grande importância para a compreensão dos mecanismos de transferência de fluxos à superfície, com aplicações na modelagem da circulação atmosférica, na modelagem hidrológica e na modelagem ecodinâmica da vegetação. Neste trabalho se utiliza um modelo SVAT desenvolvido especificamente na região do Cariri, estado da Paraíba, para analisar o efeito dos gradientes...

  20. ANTROPOGÊNESE E MORFOGÊNESE SOB A AÇÃO DE EVENTOS CLIMÁTICOS DE ALTA MAGNITUDE NO SEMIÁRIDO PERNAMBUCANO: O CASO DA BACIA DO RIACHO SALGADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Carlos de Barros Corrêa

    2012-01-01

    Full Text Available Uma proposta de análise em escala de detalhe da morfologia de um sistema de drenagem intermitente e seus depósitos como resposta a um evento climático de alta magnitude, modulado pelas formas de uso da terra, foi aplicada a uma bacia semiárida do Nordeste do Brasil. A pesquisa teve por base o levantamento detalhado em campo das feições fluviais, associada ao tratamento digital dos dados espaciais e climáticos em gabinete, que permitiram a compartimentação do canal em três setores: confinado, semiconfinado e não confinado, os quais revelaram uma conexão estreita entre a relação do plaino aluvial e suas margens confinantes com o tipo de processo funcional desencadeado a partir do último input climático de máxima energia, catalisado pelos padrões vigentes de uso da terra. Os resultados apontaram que na escala da bacia estudada todos os barramentos fluviais foram rompidos e novos patamares de equilíbrio entre formas erosivas e deposicionais encontram-se em ajuste, passados mais de quatro anos do evento desencadeador de magnitude regional. A análise climática permitiu constatar que a circunscrição espacial dos aportes climáticos, no contexto semiárido estudado, não permite definir modelos robustos para a previsão de cenários sinóticos em outros contextos fluviais acometidos pelo mesmo tipo de perturbação atmosférica, ainda que as respostas morfológicas encontradas devam ser bastante semelhantes.

  1. Aplicação de escória de aciaria e calcário no solo e desenvolvimento do primeiro ciclo da grama bermuda

    OpenAIRE

    Oliveira, Mauricio Roberto de [UNESP

    2012-01-01

    O mercado brasileiro de grama cultivada tem expandido em decorrência a maior demanda em áreas paisagísticas e esportivas. Para maximizar a produção de grama, de maneira econômica, os tapetes devem ser produzidos com qualidade e em um tempo reduzido, sendo assim, a preparação do solo tem grande influência na produtividade dos gramados. Diante disso, tem se estudado diferentes corretivos da acidez do solo, e o mais novo é um subproduto da fabricação do aço, conhecido como escória de aciaria. Um...

  2. Capacidade de suporte de carga de Latossolo Vermelho cultivado com cana-de-açúcar e efeitos da mecanização no solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oswaldo Julio Vischi Filho

    2015-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi determinar a capacidade de suporte de carga (CSC de Latossolo Vermelho e, por meio de modelos de compressibilidade, relacioná-la às interações rodado-solo em sistema de manejo com um e três ciclos de cultivo de cana-de-açúcar, com colheita mecanizada. As avaliações da CSC foram realizadas em amostras de solo indeformadas, coletadas na linha de plantio e no canteiro, em quatro camadas: 0,00-0,10, 0,10-0,20, 0,20-0,30 e 0,30-0,40 m. Determinou-se a área de contato dos rodados com o solo, para a estimativa da pressão exercida pelas máquinas agrícolas no solo. As pressões de preconsolidação foram usadas para determinar a CSC. O sistema com três ciclos apresentou maior CSC do que o sistema com apenas um ciclo. A capacidade de suporte de carga do solo avaliado na faixa de friabilidade é maior que as pressões de contato aplicadas ao solo pelos rodados das máquinas agrícolas estudadas.

  3. Tempo de Captura de Organismos da Mesofauna do Solo e seus Reflexos na Interpretação de Índices da Comunidade Edáfica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Rodrigues Freire

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMO A mesofauna edáfica compreende organismos de dimensões entre 100 μm e 2 mm, sendo importante avaliar os métodos utilizados para sua caracterização. Os objetivos deste trabalho foram definir o período de tempo de permanência do material de solo no extrator Berlese-Tüllgren para a captura dos organismos da mesofauna e determinar o tempo mínimo de extração para a correta utilização dos índices de Shannon, Simpson, Pielou e Margalef, empregados na avaliação da diversidade, dominância e equabilidade das comunidades da mesofauna. O estudo foi conduzido no Departamento de Solos do Instituto de Agronomia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, Rio de Janeiro, em terreno altamente antropizado. Foram instaladas parcelas experimentais com os seguintes tratamentos: feijão-de-porco (Canavalia ensiformis, mucuna-preta (Mucuna aterrima, feijão-bravo-do-Ceará (Canavalia brasiliensis, guandu (Cajanus cajan e vegetação espontânea, em delineamento de quadrado latino. Em cada uma das unidades experimentais, foram coletadas amostras formadas por serapilheira e material de solo, nos primeiros 5 cm da camada superficial do solo realizada um dia antes do plantio das leguminosas (outubro e, posteriormente, por ocasião do corte da parte aérea das plantas (março. As amostras foram submetidas a uma bateria de extratores do tipo Berlese-Tüllgren, por um período de 15 dias, realizando-se a contagem diária dos organismos. A partir da contagem e identificação em nível de grupo (Ordem/Família dos organismos capturados, foram determinados os índices de Margalef, Simpson, Shannon e Pielou, bem como verificou-se a correlação por ordem de Kendall entre os valores obtidos dia a dia até o 8º dia de extração, usando-se o índice de Shannon como referência. Concluiu-se que é possível a redução do tempo de permanência das amostras de material de solo nos funis Berlese-Tüllgren, não sendo recomendável a ado

  4. ETIOLOGY OF THE BOVINE CLINICAL MASTITIS IN GOIÂNIA ETIOLOGIA DA MASTITE CLÍNICA BOVINA NA BACIA LEITEIRA DE GOIÂNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo César Moreira

    2007-09-01

    Full Text Available

    There is an estimate that the mastitis in dairy herds causes production losses between 5 and 35%, equivalent from 85 to 500 million dollars per year. 231 milk samples from 231 cows on different stages of lactation, with clinic mastitis, from 35 farms of Goiânia, were analyzed in order to map the pathogens implicated in these process and to discover the microorganisms with major prevalence. All the samples had positive growth. The principal agents were Staphylococcus coagulase positive (32.90%, Streptococcus sp. (22.07%, Pseudomonas sp. (12.12%, Enterobacter sp. (10.38%, Corynebacterium sp. (8.65%, Escherichia coli (8.22%, Bacillus sp. (8.22%, Proteus sp. (6.49%, Klebsiella sp. (4.32% and Staphylococcus coagulase negative (3.46%. The Nocardia genus was isolated in 0.86% of the cases.

    KEY-WORDS: Bovine mastitis; etiology; isolated microorganisms.

    Estima-se que a presença de mastite bovina em rebanhos produtores provoque perdas de produção entre 5 e 35%, o que equivale de 85 a 500 milhões de dólares ao ano. Com o objetivo de mapear os patógenos envolvidos nesse processo e evidenciar os microrganismos com maior freqüência foram examinadas amostras de leite de 231 vacas, em diferentes estágios de lactação, que apresentaram sinais de mastite clínica e eram pertencentes a 35 propriedades rurais da bacia leiteira de Goiânia. Todas as amostras tiveram crescimento bacteriano positivo. Os principais agentes isolados foram o Staphylococcus coagulase positiva (32,90%, Streptococcus sp. (22,07%, Pseudomonas sp. (12,12%, Enterobacter sp. (10,38%, Corynebacterium sp. (8,65%, Escherichia coli (8,22%, Bacillus sp. (8,22%,

  5. Solução do Solo e Análise de Componentes Principais para Monitoramento da Aplicação de Lodo de Esgoto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Renée Coscione

    2014-10-01

    Full Text Available O uso agrícola do lodo é uma alternativa viável para a reciclagem de nutrientes, embora haja certa preocupação com o aumento de espécies químicas solúveis originadas da mineralização da fração orgânica. Assim, para conhecer a disponibilidade de nutrientes e o risco de contaminação do solo e da água, o estudo da solução do solo é uma ferramenta valiosa. Nesses estudos, o número de variáveis utilizadas ultrapassa facilmente uma dezena, e ferramentas de análise exploratória, como a análise de componentes principais (ACP, revelam a existência ou não de amostras anômalas, de relações entre as variáveis medidas e sua contribuição relativa e de relações ou agrupamentos entre amostras. O objetivo deste trabalho foi identificar variáveis relacionadas com a solução do solo e alteradas, em razão do uso do lodo de esgoto e da adubação mineral, de forma a complementar os procedimentos para monitoramento/avaliação de áreas que recebem esse tipo de resíduo. A composição da solução do solo de uma área que recebeu lodo de esgoto por sete anos consecutivos foi estudada dos 22 aos 46 meses após a sua última aplicação. Com a solução do solo foi possível, por meio da ACP, distinguir as áreas em função da adubação aplicada. Após quatro anos da interrupção das aplicações sucessivas de lodo de esgoto, não verificou-se concentração apreciável de metais na solução do solo, embora ainda seja possível identificar traços da mineralização do resíduo. As variáveis pH, Mn2+, COD, SO4(2-, NO3- e NH4+ na solução do solo podem ser utilizadas no monitoramento de áreas tratadas com lodo de esgoto.

  6. ANÁLISE DAS PRECIPITAÇÕES MENSAIS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO BRIGIDA NO SEMI-ÁRIDO PERNAMBUCANO, USANDO O MÉTODO DE WARDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Alegnoberto Leite Fechine

    2008-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi o de determinar regiões pluviometricamente homogêneas no âmbito da bacia hidrográfica do rio Brígida, utilizando dados de precipitação mensal de seis estações meteorológicas, com séries amostrais de 29 anos, 1964 a 2006. Os critérios de seleção dos postos foram: que as séries não tivessem falhas e que os anos fossem concomitantes. Com esses critérios foram selecionados os municípios de Parnamirim, Moreilândia, Trindade, Ipubi, Exu, Ouricuri, Araripina, Serrita e Bodocó, localizados na bacia do rio Brígida, semi-árido do estado de Pernambuco. Utilizou-se no estudo o método hierárquico aglomerativo de Ward, tendo como medida de dissimilaridade a distância euclidiana. Os municípios de Moreilândia, Serrita, Parnamirim, Araripina e Bodocó se agruparam e assim possuem quantitativos de índices pluviométricos similares. Esta comprovação mostrou-se necessária para garantir a aderência das análises, onde se objetivou identificar perfis de relacionamento de precipitação entre os municípios analisados.

  7. Aplicação de modelos digitais do terreno (MDT em análises macrogeomorfológicas: o caso da bacia hidrográfica do Araguaia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Morato de Carvalho

    2004-12-01

    Full Text Available O trabalho consiste na aplicação e teste de técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto para estudo geomorfológico de macroescala em sistemas fluviais de grande porte. A área de estudo é a bacia do Rio Araguaia, 2 com uma área de drenagem que se estende por 375000 km ao longo do Brasil Central. Foi gerado um modelo digital do terreno (MDT através do sensor Interferometric Synthetic Aperture Radar (IFSAR, obtido da Shuttle Radar Topography Mission (SRTM. O objetivo foi identificar o potencial desta ferramenta para estudos geomorfológicos. Os principais produtos obtidos foram imagem sombreada, mapa hipsométrico, identificação de lineamentos estruturais, mapa de declividade e rede de drenagem, assim como perfis topográficos e o perfil longitudinal do rio Araguaia. Os resultados mostraram que em geral, os modelos tridimensionais do terreno - MDT - são ferramentas bastante eficientes para análises macrogeomorfológicas em grandes bacias hidrográficas. Entretanto, a baixa resolução vertical, produz alguns resultados de declividade relativamente pobres em áreas planas.

  8. Aplicação da Equação Universal de Perda do Solo (USLE) em Softwares Livres e Gratuitos

    OpenAIRE

    Amanda Fernandes Barbosa; Everton Falcão de Oliveira; Camila Leonardo Mioto; Antonio Conceição Paranhos Filho

    2015-01-01

    A erosão é uma das formas mais prejudiciais de degradação do solo. Além de reduzir o potencial produtivo das culturas, pode causar sérios danos ambientais, como poluição dos meios híbridos, com a consequente alteração dos ecossistemas aquáticos e assoreamento dos cursos de água. A Equação Universal de Perda do Solo (USLE), que permite estimar a erosão, sob variadas condições de uso e cobertura do solo, declividade, comprimento de rampa, tipos de solo e chuva, por meio da elaboraçã...

  9. Análise do desempenho ambiental das usinas sucroenergéticas localizadas na Bacia Hidrográfica do Rio Mogi Guaçu

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Girotto Rebelato

    Full Text Available RESUMO Este artigo teve como objetivo analisar o desempenho ambiental das usinas sucroenergéticas pertencentes à Bacia do Rio Mogi Guaçu. Com a identificação dos resíduos e subprodutos gerados em cada etapa do processo produtivo do açúcar e do etanol, identificaramse seus impactos potenciais e realizouse, por meio do método Analytic Hierarchy Process (AHP, uma ponderação quantitativa do impacto ambiental relativo de cada resíduo/subproduto considerando o despejo desses poluentes nas águas, no solo e na atmosfera. A partir disso, avaliaramse, por intermédio de pesquisa em campo, as usinas da bacia com base na destinação dada a 27 diferentes resíduos/subprodutos. Concluise que produção industrial sucroenergética apresentou maior impacto ambiental relativo nas águas (67,4%, seguida por solo (22,6% e atmosfera (10,07%. Com base nos conhecimentos científicos atestados até o presente momento sobre os impactos ambientais de cada despejo, também foi possível concluir que as destinações dos resíduos/subprodutos das usinas são, em média, 95% adequadas.

  10. Consistência hidrológica de modelos digitais de elevação (MDE para definição da rede de drenagem na sub-bacia do horto florestal Terra Dura, Eldorado do Sul, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Hoffmann Oliveira

    2012-08-01

    Full Text Available O desenvolvimento da erosão hídrica ocorre em resposta ao modo como a água se move através e sobre uma determinada paisagem. O modelo digital de elevação (MDE deve, portanto, ser o mais preciso possível, uma vez que constitui a base para a análise do relevo. Este trabalho teve como objetivo definir um modelo digital de elevação hidrologicamente consistente (MDEHC e o método de direção de fluxo mais adequado para a definição da rede de drenagem na sub-bacia do horto florestal Terra Dura, município de Eldorado do Sul, RS. Foram testados os modelos gerados com os interpoladores Topogrid e redes triangulares irregulares (Triangulated Irregular Network -TIN linear (TIN L e TIN natural neighbor (TIN NN. A qualidade em relação às análises hidrológicas foi avaliada por meio da comparação das curvas de nível geradas pelos modelos testados com as curvas originais da sub-bacia (escala 1:10.000; da avaliação da quantidade de áreas planas; e da comparação da drenagem gerada pelos modelos a partir dos métodos de direção de fluxo Deterministic (D8 e Deterministic infinity (D∞ ou D infinito com a drenagem original. Entre os modelos avaliados, o Topogrid apresentou maior consistência hidrológica, verificada na melhor continuidade das curvas de nível (menos arestas e maior detalhamento da área de drenagem e divisores, acarretando menor quantidade de áreas planas e caminhos de fluxo mais detalhados, independentemente do método de direção de fluxo utilizado. Em relação à rede de drenagem, o método distribuído D∞ obteve melhor desempenho na descrição dos caminhos de fluxo, comparado ao método de direção única D8. O MDEHC Topogrid associado ao método D∞ proporcionou a identificação mais precisa dos caminhos preferenciais do fluxo que formam a rede de drenagem.

  11. ALTERAÇÕES DOS ATRIBUTOS FÍSICO-QUÍMICOS DA CAMADA SUPERFICIAL DO SOLO EM RESPOSTA À AGRICULTURA COM SOJA NA VÁRZEA DO TOCANTINS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elainy Cristina Alves Martins Oliveira

    2015-12-01

    Full Text Available O uso do solo com cultivos anuais durante longo tempo, especialmente quando são utilizados manejos não conservacionistas, como arações e gradagens, normalmente são responsáveis pela degradação mais intensa de suas propriedades. Este trabalho avaliou as propriedades do solo em três áreas sob cultivo agrícola e uma área nativa de Cerrado, verificando as alterações ocorridas nos atributos físico-químicos do solo após dois, cinco e oito anos sob plantio de soja. As amostras de solo foram coletadas na Fazenda Praia Alta, no município de Lagoa da Confusão - TO, onde a soja é cultivada no período de entressafra (maio-junho, em várzea irrigada, sob regime de subirrigação. A análise físico-química do solo quantificou pH, matéria orgânica (MO, P, S, K, Ca, Mg, Al, H + Al, CTC, SB, Na, Zn, B, Cu, Fe, Mn, argila, silte e areia. Os resultados mostraram evidências que o tempo de uso do solo com agricultura tecnificada, influencia as propriedades do solo; o tempo de cultivo do solo parece influenciar as modificações nos atributos naturais de áreas de várzea alagável no Cerrado. Palavras-chave: nutrientes, propriedades do solo, plantio direto. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v5n4p56-62

  12. A dinâmica atmosférica na vertente oriental da bacia do alto rio Paraná e a gênese das chuvas - DOI: 10.4025/actascitechnol.v30i2.5498

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor da Assunção Borsato

    2008-10-01

    Full Text Available O ritmo dos sistemas atmosféricos e a intensidade variam no tempo e no espaço. Por isso, para caracterizar a dinâmica climática de uma região é necessário estudar a dinâmica das massas de ar ao longo de uma série. Estudaram-se, por meio da dinâmica das massas de ar, a participação dos sistemas atmosféricos atuantes e as porcentagens das chuvas convectivas e frontais ao longo da vertente oriental da bacia do alto rio Paraná. Verificou-se que, nessa vertente, nos meses mais frios, predomina a atuação da massa tropical Atlântica e da polar Atlântica. Nos meses mais quentes, além de predominar a atuação dos sistemas de baixa pressão equatorial continental e tropical continental, têm-se as chuvas convectivas. Verificou-se, também, progressivo aumento na participação das chuvas convectivas, a partir da década de 1990, corroborando a teoria das mudanças climáticas.

  13. Cinética da dissolução redutiva da goethita e hematita em solos poligenéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inda Junior Alberto Vasconcellos

    2005-01-01

    Full Text Available A cinética da dissolução redutiva da goethita e da hematita em solos poligenéticos foi avaliada por dois modelos matemáticos. O modelo Kabai descreveu a dissolução em um único segmento linear, não discriminando fases de um mesmo óxido ou de diferentes óxidos em cada amostra. A análise comparativa da estabilidade de cristais por este modelo somente pode ser realizada entre amostras distintas. O modelo Avrami-Erofejev descreveu a dissolução em mais de um segmento linear na maioria das amostras. Este modelo discriminou fases de um mesmo óxido e ofereceu condições para classificar o grau de estabilidade destes minerais dentro de cada amostra. Os modelos indicaram menor estabilidade da hematita em relação à goethita frente à dissolução redutiva, principalmente quando a última combinou baixa substituição por Al3+ e alta área superficial específica. A influência destes parâmetros mineralógicos na estabilidade dos cristais à dissolução redutiva mostrou ser dependente da abordagem matemática utilizada para determinar a cinética dissolutiva.

  14. EXTRAÇÃO DE SOLO EXPOSTO E INFERÊNCIA DO TIPO DE SOLO A PARTIR DO ESTUDO DA DRENAGEM USANDO-SE TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO E GEOPROCESSAMENTO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jedman Dantas Motta

    Full Text Available RESUMO Este trabalho procura obter uma região de solo exposto a partir da observação do atributo cor e inferir sobre determinado tipo de solo a partir de um mapa de drenagem obtido através de imagens temáticas TM-Landsat (banda 5 e composições coloridas 7R/2G/1B, 7R/5G/2B e 5R/4G/3B georefenciadas. A região considerada localiza-se próximo à cidade de Campina Grande, Estado da Paraíba, onde existem poucos trabalhos utilizando produtos Landsat, e quase nenhum trabalho cartográfico, devido à grande concentração de nuvens durante todo o ano, o que dificulta a obtenção dos dados por meio aéreo ou espacial.

  15. Instrumentos econômicos aplicados à gestão participativa dos recursos hídricos: modelos para pagamento por serviços ambientais do Brasil aplicados à região da bacia hidrográfica do Rio Macaé, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Nunes Cristo Torres

    2013-07-01

    Full Text Available O presente artigo faz uma breve análise da evolução no Brasil do Pagamento por Serviços e sua utilização no processo de Gestão nos Comitês de Bacias Hidrográficas e também uma análise comparativa com outros países e seus processos de implantação do PSA. O objetivo do artigo é apontar a importância da participação da população no processo de construção do CBH Macaé e Ostras na gestão de dos recursos hídricos e na possibilidade do recebimento de pagamentos pela produção de recursos hídricos como ocorre na bacia hidrográfica do rio Atibaia em Extrema. Outra questão que o artigo aponta é a relação dos CBH do Macaé e das Ostras e a importância da relação com o Conselho Gestor da APA do Macaé de Cima como reforço das Políticas de Participação da Comunidade local e focando nas Políticas de Enquadramento das sub-bacias da Região Serrana em questão. Existe um processo de ampliação do processo de participação nos Comitês de Bacia Hidrográfica.

  16. Efeito do sistema de produção de cana-de-açúcar na qualidade da água em bacias hidrográficas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Garcia Brunini

    2017-06-01

    Full Text Available A cultura de cana-de-açúcar é uma das mais importantes do mundo, por ser a principal matéria-prima para a fabricação do açúcar e etanol, gerando inúmeros empregos diretos e indiretos. Entretanto, o sistema produtivo ocupa extensas áreas contíguas, isolando e/ou suprimindo as reservas de matas nativas e áreas de nascentes e mananciais. Objetivou-se, nesse estudo, avaliar a água das nascentes de uma microbacia hidrográfica e observar as diferenças que ocorrem quando as áreas de nascentes estão envoltas por mata nativa (Área de Proteção Permanente - APP e quando estas não estão. Para tanto foram selecionadas sete microbacias de primeira ordem de magnitude com nascentes (três com mata nativa no entorno da nascente; três sem mata nativa no seu entorno e uma com a nascente represada, apresentando a montante áreas com sistema produtivo de cana-de-açúcar. Realizaram-se as coletas de água mensalmente durante o período de um ano. Foram avaliados os parâmetros físicos e químicos da água, que servem como indicadores ambientais, in loco e em laboratórios específicos. O uso/ocupação do solo foi observado durante os meses de coleta na área. Os resultados deste estudo mostraram que a água da rede de drenagem das nascentes protegidas por mata ciliar apresentaram menor variabilidade nos dados em relação as nascentes não protegidas.

  17. Taxonomia de solos desenvolvidos sobre depósitos sedimentares da formação Solimões no estado do Acre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago de Andrade Bernini

    Full Text Available Os solos do Estado do Acre na maioria são formados sobre material de origem com grande influência da orogênese Andina, com elevados teores de Ca2+, Mg2+ e Al3+ concomitantemente, associado às combinações diferenciadas dos valores da CTC, V e m. O objetivo deste trabalho foi caracterizar e classificar os solos de uma topossequência sobre material sedimentar da Formação Solimões, no município de Feijó, Acre. Foram abertas trincheiras em três pontos de uma topossequência: terço superior (P1, terço médio (P2 e terço inferior (P3. Os solos foram analisados quanto a morfologia, granulometria (areia, silte e argila, complexo sortivo (Ca2+, Mg2+, Na+, K+ e Al3+, acidez potencial (H+Al, P assimilável, pH (água e KCl, superfície específica, ataque sulfúrico (óxidos de Fe, Al, Ti e Si, mineralogia (frações areia, silte e argila. Os solos foram classificados segundo o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS, 2006 e apresentada uma proposta de classificação considerando as peculiaridades do solos da região. Os solos têm baixo grau de desenvolvimento pedogenético, com minerais da fração argila de alta atividade, além da presença de minerais primários, como feldspatos e plagioclásios, nas frações areia e silte. Os solos foram classificados segundo o SiBCS atual como Argissolo Vermelho Álitico plíntico (P1, Argissolo Acinzentado Distrófico plíntico (P2 e Cambissolo Háplico Ta Eutrófico típico (P3.

  18. Fungos micorrízicos arbusculares em solos da Reserva Biológica Municipal Serra dos Toledos, Itajubá/MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério Melloni

    2011-12-01

    Full Text Available A Reserva Biológica Municipal Serra dos Toledos é um importante remanescente de Mata Atlântica no sul de Minas Gerais, com elevada biodiversidade e riqueza em recursos hídricos. Estudos relacionados à qualidade de solos são necessários em planos de manejo de reservas, os quais objetivam manter ou melhorar a sustentabilidade ambiental dessas áreas. Assim, o objetivo do presente trabalho foi avaliar o potencial de inóculo de fungos micorrízicos arbusculares (MAs em amostras de solo características desta Reserva. A quantificação de propágulos desse grupo de micro-organismos, que estabelecem simbiose mutualística com a maioria das espécies vegetais é importante para a avaliação da qualidade de solos da Reserva. Foram definidas três áreas internas e uma externa à Reserva, retirando-se amostras de solo na profundidade de 0 a 10 cm, em duas épocas, inverno de 2008 e verão de 2009. As amostras foram encaminhadas ao Laboratório de Microbiologia da Universidade Federal de Itajubá para quantificação dos seguintes atributos microbiológicos relacionados aos fungos MAs: comprimentos de micélio extrarradicular ativo e total pelo método da fluorescência induzida com diacetato de fluoresceína, densidade e diversidade fenotípica (morfotipos de esporos, porcentagem e intensidade de colonização radicular. As médias dos resultados foram comparadas por Duncan 5% e submetidas à análise de multivariada. Os resultados mostraram que o potencial de inóculo de fungos MAs apresentou maior efeito das áreas que das épocas estudadas, sendo maior comprimento de micélio extrarradicular ativo e total, maior proporção de micélio ativo em relação ao total e maior diversidade de esporos obtidos nos solos dentro da Reserva Biológica Municipal Serra dos Toledos, em relação ao solo externo à mesma, sob pastagem. O potencial de inóculo não está diretamente relacionado à fertilidade do solo, ou seja, no solo externo à Reserva, sob

  19. Influence of urbanisation on water quality in the basin of the upper Uruguay River in western Santa Catarina, Brazil Influência da urbanização sobre a qualidade da água na bacia do alto Rio Uruguai no oeste de Santa Catarina, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Zeni Ternus

    2011-06-01

    Full Text Available AIM: The main objective of the study was to evaluate the limnological characteristics of rivers flowing through urban and rural areas in the upper Uruguay River basin in western Santa Catarina (SC, Brazil. METHODS: Sampling sites in the tributaries were selected along the longitudinal gradient and the different use of the soil in adjacent areas. Samples were collected bimonthly from March 2005 to August 2006. The following were analysed: depth, pH, electrical conductivity, dissolved oxygen concentration (DO, water temperature, chemical oxygen demand (COD, total alkalinity, ammonia, nitrite, nitrate and phosphorus were analysed. RESULTS: In most of the rivers analysed, we found a continuum from the spring to the river mouth that was characterised by a gradual increase in electrical conductivity, COD, phosphorus, alkalinity, nitrite and nitrate. However, an alteration from this pattern was found in rivers passing through urban areas. This deviation was due to high organic matter input poured into the rivers from these areas. CONCLUSIONS: Degraded riparian forest was observed along most of the bodies of water, which facilitates the entry of pollutants. Although the studied area suffers from intense farming activity (agriculture and livestock and has the highest concentration of swine livestock in the country, the rivers that were most altered from their natural state were those that were influenced by sewage and industrial effluents from urban development.OBJETIVO: O objetivo desta pesquisa foi avaliar as características limnológicas de rios que atravessam áreas rurais e urbanas na bacia do alto Rio Uruguai no oeste de Santa Catarina, Brasil. MÉTODOS: Foram selecionados pontos nos afluentes, obedecendo ao gradiente longitudinal e diferente uso do solo das áreas adjacentes. As amostragens foram bimestrais de março de 2005 a agosto de 2006. Foram analisadas as variáveis profundidade, pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido (OD

  20. Time-variations of equivalent water heights'from Grace Mission and in-situ river stages in the Amazon basin Variações temporais do equivalente à altura d'água obtidas da Missão Grace e da altura d'água in-situ nos rios da bacia Amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavio Guilherme Vaz de Almeida

    2012-03-01

    Full Text Available Gravity Recovery and Climate Experiment (GRACE mission is dedicated to measuring temporal variations of the Earth's gravity field. In this study, the Stokes coefficients made available by Groupe de Recherche en Géodésie Spatiale (GRGS at a 10-day interval were converted into equivalent water height (EWH for a ~4-year period in the Amazon basin (from July-2002 to May-2006. The seasonal amplitudes of EWH signal are the largest on the surface of Earth and reach ~ 1250mm at that basin's center. Error budget represents ~130 mm of EWH, including formal errors on Stokes coefficient, leakage errors (12 ~ 21 mm and spectrum truncation (10 ~ 15 mm. Comparison between in situ river level time series measured at 233 ground-based hydrometric stations (HS in the Amazon basin and vertically-integrated EWH derived from GRACE is carried out in this paper. Although EWH and HS measure different water bodies, in most of the cases a high correlation (up to ~80% is detected between the HS series and EWH series at the same site. This correlation allows adjusting linear relationships between in situ and GRACE-based series for the major tributaries of the Amazon river. The regression coefficients decrease from up to down stream along the rivers reaching the theoretical value 1 at the Amazon's mouth in the Atlantic Ocean. The variation of the regression coefficients versus the distance from estuary is analysed for the largest rivers in the basin. In a second step, a classification of the proportionality between in situ and GRACE time-series is proposed.A missão espacial Gravity Recovery and Climate Experiment (GRACE é dedicada às medidas das variações temporais no campo gravitacional da Terra. Neste estudo, os coeficientes de Stokes disponibilizados pelo Groupe de Recherche en Géodésie Spatiale (GRGS com intervalos de 10 dias foram convertidos no equivalente à altura d'água (EWH para um período de 4 anos na bacia Amazônica (de julho de 2002 a maio de 2006

  1. Dinâmica da emissão de metano em solos sob cultivo de arroz irrigado no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Souza da Silva

    2011-04-01

    Full Text Available Solos de várzea sob cultivo de arroz irrigado contribuem com aproximadamente 18 % das emissões totais de metano (CH4 do Estado do Rio Grande do Sul. Entretanto, a liberação de CH4 depende do curso de redução de cada solo. O objetivo do presente estudo foi avaliar a dinâmica da emissão desse gás de efeito estufa (GEE em seis solos: Gleissolo (2, Planossolo (2, Chernossolo e Neossolo, representativos do cultivo de arroz irrigado no Sul do Brasil, visando identificar também sua relação com propriedades do solo e as alterações eletroquímicas da solução após o alagamento. O experimento foi realizado em casa de vegetação, com três repetições, segundo delineamento de blocos casualizados. Os solos foram dispostos em vasos de PVC mantidos com uma lâmina de água de 10 cm de altura e cultivados com arroz. A avaliação das emissões de CH4 foi realizada semanalmente, do 3º ao 66º dia após o alagamento (DAA do solo, com o auxílio de uma câmara de PVC acoplada ao topo dos vasos. As amostras de ar foram coletadas em quatro intervalos de 5 min, para estimativa das taxas de emissão de CH4. A solução do solo também foi coletada e caracterizada. O início da emissão de CH4 variou entre os solos e, normalmente, ocorreu após a quase total redução do Fe3+ (em torno de 90 % da maior liberação de Fe2+ e estabilização dos valores de pH e de Eh da solução. A emissão total de CH4 variou de 8,5 a 44,2 g m-2 e apresentou relação sigmoidal com os teores de C orgânico dos solos (r²=0,83, p < 0,05, sugerindo que a disponibilidade de C somente foi limitante para o processo de metanogênese em teores inferiores a 8 g kg-1 de C no solo. Os resultados mostram que a dinâmica e as quantidades totais de CH4 emitidas são influenciadas pelo tipo de solo e que esforços devem ser direcionados para determinação dos fatores de emissão de CH4 para os diferentes solos representativos da produção de arroz no Sul do Brasil, bem como na

  2. Condições meteorológicas e tipo de solo na composição da uva 'Cabernet Sauvignon'

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Vieira Luciano

    2013-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos das condições meteorológicas e do tipo de solo sobre características físico-químicas e compostos fenólicos da uva 'Cabernet Sauvignon' (Vitis vinifera. O experimento foi realizado em vinhedo implantado em 2003, enxertado sobre o porta-enxerto 'Paulsen 1103' e conduzido no sistema espaldeira. No vinhedo, foram selecionados dois solos: Cambissolo Háplico e Cambissolo Húmico. O efeito das condições meteorológicas (precipitação e temperatura mínima e máxima do ar foi avaliado nas safras 2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011. Foram determinados os atributos físicos e químicos dos solos, os teores de sólidos solúveis, a acidez titulável e o pH do mosto, bem como o índice de polifenóis totais e dos teores de antocianinas e de taninos da uva. Os fatores solo e as condições meteorológicas (safras foram arranjados em esquema fatorial 2x3. Com exceção do teor de polifenóis totais, as condições meteorológicas e o tipo de solo afetam as características físico-químicas da uva 'Cabernet Sauvignon', com efeito mais pronunciado das condições meteorológicas do que do tipo de solo. Menores precipitações e maiores amplitudes térmicas favorecem o acúmulo de sólidos solúveis na uva 'Cabernet Sauvignon'. Maiores precipitações favorecem o aumento da acidez do mosto.

  3. Avaliação da qualidade ambiental urbana da bacia do ribeirão do Lipa através de indicadores, Cuiabá/MT / Assessment of urban environmental quality in the basin of the Ribeirão Lipa through indicators, Cuiabá/MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacqueline Kayser Alkmim

    2011-04-01

    Full Text Available O crescimento e adensamento populacional nas cidades têm aumentado a importância da qualidade dos espaços urbanos, e diante desse tema este artigo busca realizar a avaliação da qualidade ambiental da área urbana da sub-bacia do Ribeirão do Lipa, localizada na cidade de Cuiabá/MT, usando como referência os modelos de avaliação do ambiente urbano baseados em indicadores ambientais e de infraestrutura sanitária e viária, aos quais foram atribuídos pesos de acordo com a sua relevância para o estado de qualidade meio urbano. O trabalho foi desenvolvido na parte urbana da sub-bacia do Ribeirão do Lipa, que é uma das mais preservadas dentre aquelas inseridas no perímetro urbano de Cuiabá e passa nos últimos anos por severo processo de urbanização.

  4. EFICIÊNCIA DE SOLUÇÕES DENSAS NO FRACIONAMENTO FÍSICO DA MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Cesar Conceição

    2015-04-01

    Full Text Available Os mecanismos de estabilização da matéria orgânica (MO têm sido estudados em solos tropicais e subtropicais brasileiros; no entanto, poucos trabalhos avaliaram a influência da parte metodológica do uso das soluções nos resultados obtidos. Objetivou-se avaliar a eficiência de duas soluções salinas (iodeto de sódio - NaI 1,8 kg dm-3 e politungstato de sódio - PTS 2,0 kg dm-3 na separação de frações densimétricas da MO em dois solos (Argissolo Vermelho do sul do Brasil - 220 g kg-1 argila e Latossolo Vermelho do Cerrado - 630 g kg-1 argila e o reflexo dessa eficiência na magnitude e importância do mecanismo de proteção física por oclusão em agregados no acúmulo de MO em solos brasileiros. Amostras de solo coletadas nas camadas de 0,00-0,05; 0,05-0,10; e 0,10-0,20 m foram submetidas ao fracionamento físico densimétrico e separadas as frações leve livre (FLL, leve-oclusa (FLO e pesada (FP da MO do solo. O uso de PTS 2,0 kg dm-3 aumentou o rendimento de carbono orgânico (CO das FLL e FLO em ambos os solos em relação à solução de NaI 1,8 kg dm-3, sendo o efeito mais pronunciado na FLO. A utilização do sistema plantio direto (PD aumentou os estoques de CO total na camada de 0,00-0,05 m do Argissolo em relação ao solo em preparo convencional (PC. O mecanismo de proteção física da MO por oclusão em agregados foi efetivo no aumento dos estoques de C do solo, sendo responsável por aproximadamente ⅓ do acúmulo na camada superficial do Argissolo (0,00-0,05 m. Para o Latossolo, não houve diferenças entre o estoque de CO total do PD e do PC, porém o solo sob PD apresentou acúmulo de aproximadamente ⅔ do estoque de C como FLO na camada superficial do solo. A proteção física por oclusão em agregados é um mecanismo expressivo na estabilização e sequestro de C em solos tropicais e subtropicais, cuja importância pode ser mascarada pela baixa eficiência da solução de NaI em estudos de fracionamento

  5. Estrutura da comunidade de artrópodes de solo em diferentes fitofisionomias da Reserva Particular do Patrimônio Natural – Sesc Pantanal, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jessica Rhaiza Mudrek

    2014-04-01

    Full Text Available As teias alimentares presentes na serrapilheira são de extrema importância para que haja a ciclagem dos nutrientes presentes no solo. A fauna de artrópodes de solo vem sendo estudada no Pantanal matogrossense para que ocorra identificação dos grupos, bem como sua riqueza e distribuição. O objetivo deste trabalho foi analisar a comunidade de artrópodes em duas fitofisionomias do Pantanal, além de verificar a relação da abundância e/ou riqueza da fauna com a altura da serrapilheira. O estudo foi realizado em Abril de 2012, na RPPN Sesc Pantanal, no município de Poconé, Mato Grosso, Brasil. Foram instaladas dez armadilhas de queda (pitfalls dentro de duas parcelas de 50x50 m, com fitofisionomias distintas, Cerrado sensu stricto e Floresta semidecidual. A serrapilheira foi mensurada por meio de fita métrica (raio de 30cm. O material foi encaminhado ao laboratório de zoologia, triados e identificados. Para realização da análise de variância e correlação dos artrópodes com serrapilheira foi utilizado o programa Systat 10. Houve diferença significativa na riqueza entre as duas fitofisionomias, por sua vez para a abundância não foi significativa. Não houve correlação entre a altura de serrapilheira e a riqueza/abundância de artrópodes. As ordens mais abundantes corroboram com outros trabalhados, porém seriam necessárias amostragens mais longas para uma lista mais completa das ordens identificadas.

  6. Plantas medicinais usadas para tratamentos dermatológicos, em comunidades da Bacia do Alto Paraguai, Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. Macedo

    Full Text Available O uso de plantas medicinais no Brasil e em especial no Estado de Mato Grosso vem sendo registrado em suas comunidades rurais e tradicionais. Este trabalho visa identificar plantas com potencial dermatológico utilizada pelas comunidades: quilombolas, ribeirinhas, rurais e tradicionais dos municípios de Barão de Melgaço, Nossa Senhora do Livramento, Poconé e Santo Antônio de Leverger. Fez-se a coleta de material botânico fértil e levantamento sobre o uso desses vegetais com a população local. Este material encontra-se identificado e depositado em Coleção de Referência de Plantas Medicinais no UFMT, Herbário Central. Registraram-se 36 espécies utilizadas no tratamento de doenças como afecções, feridas e úlceras, erisipelas, herpes labial e verrugas. Destacam-se espécies como: Astronium fraxinifolium Schott.; Bixa orellana L.; Brosimum gaudichaudii Tréc.; Cassia grandis Lf.; Heliotropium indicum L.; Jacaranda brasiliana (Lam. Pers.; Macrosiphonia velame (St. Hil. Mull. Arg.; Pistia stratiotes L.; Senna alatal. Roxb., entre outras. Estes vegetais são freqüentemente usados na forma de banhos e chás. O órgão vegetal mais utilizado foi as folhas, seguido de cascas do caule, frutos, óleo, raiz, planta inteira, seiva e sementes. O avanço da fronteira agropecuária nesse Estado é constante preocupação dos botânicos e das comunidades que ao longo das décadas usufruem desse potencial medicinal.

  7. Zonas de manejo em função de propriedades de solo, relevo e produtividade da lavoura cafeeira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Manoel Rezende de Melo

    2017-07-01

    Full Text Available O objetivo foi determinar zonas de manejo correlacionando produtividade, altitude, parâmetros de textura e fertilidade de solo em propriedades cafeeiras do sul de Minas Gerais. O experimento foi realizado em Inconfidentes (MG, em uma lavoura de café da cultivar Rubi com 0,849 ha-1, no espaçamento 2,2 m x 1,3m, em dezembro de 2011, em Latossolo Vermelho Amarelo distrófico. O local está situado a 957 metros de altitude com parte da lavoura situada no topo de morro e a outra parte em meia encosta, apresentando declividade máxima entre os pontos de maior e menor altitude de 37 %. O local para a coleta de solo está situado em cada ponto georreferenciado com um receptor GPS, para a zona 23k no sistema de referências SIRGAS 2000. Posteriormente foram analisados os parâmetros químicos, físicos, altitude e declividade da área. Para verificar a dependência espacial dos fatores em estudo, utilizou-se da geoestatística. Na presença de dependência espacial foram confeccionados os mapas de gradiente. Os resultados demonstram que não foi possível encontrar dependência espacial para o fósforo. Para as variáveis matéria orgânica, potássio, saturação de bases, pH e declividade, foi possível identificar zonas de manejo em função da correlação significativa com a altitude. A produtividade nos dois anos apresentou variabilidade espacial e temporal. Conclui-se, desta forma, que zonas de manejo podem ser identificadas correlacionando altitude com parâmetros de fertilidade. Para a produtividade e textura nos dois anos de estudos, não foram observadas zonas de manejo.

  8. Uso do radar penetrante no solo (GPR na investigação dos solos dos tabuleiros costeiros no litoral norte do estado da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. M. Ucha

    2002-06-01

    Full Text Available Foram estudados nove perfis ao longo de uma toposseqüência sobre os sedimentos do Grupo Barreiras, na Fazenda Rio Negro, município de Entre Rios (BA, utilizando a prospecção eletromagnética por meio do Radar Penetrante no Solo - "Ground-penetrating radar - GPR", objetivando analisar a utilização dessa ferramenta na aquisição de informações sobre as feições que ocorrem no solo, mediante a comparação entre os radargramas obtidos e a descrição pedológica. O equipamento utilizado foi um Geophysical Survey System modelo GPR SR system-2, com antena de 80 MHz. A análise radargramétrica confirmou o aparecimento dos fragipãs e duripãs em profundidade, que ocorrem sempre acompanhados de um processo de transformação dos solos do tipo Latossolo Amarelo e Argissolo Amarelo em Espodossolo. Os padrões de reflexão mostram claramente os domínios dos solos argilosos e dos solos arenosos, com e sem a presença dos horizontes endurecidos.

  9. Suscetibilidade magnética do solo e estimação da capacidade de suporte à aplicação de vinhaça

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Gonçalves Peluco

    2013-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência da suscetibilidade magnética do solo para estimar a capacidade de suporte de áreas à aplicação de vinhaça. Foram coletadas 241 amostras de solo, de uma área de 380 ha, nas quais foram determinados os atributos químicos, os teores de argila e a suscetibilidade magnética do solo. Foram calculadas as doses de vinhaça recomendadas para cada amostra. Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva, e foram desenvolvidos modelos de regressão entre a suscetibilidade magnética e os outros atributos avaliados. A análise da dependência espacial dos dados foi feita com uso da geoestatística. Foram construídos mapas de krigagem e variogramas cruzados, para averiguar a correlação espacial entre a suscetibilidade magnética e os atributos estudados. Com base no mapa de recomendação de vinhaça, nas classes de solo e nos mapas de krigagem, foram calculadas as doses médias de vinhaça e as capacidades de suporte médias, ponderadas pela área. A suscetibilidade magnética apresenta correlação espacial linear significativa com as doses de vinhaça recomendadas e com a capacidade de suporte do solo à aplicação desse efluente, e pode ser utilizada como componente da função de pedotransferência, na quantificação indireta da capacidade de suporte.

  10. Estabilização de solos com adição de cal : um estudo a respeito da reversibilidade das reações que acontecem no solo após a adição de cal

    OpenAIRE

    Azevedo, André Luis Cairo de

    2010-01-01

    Visando ampliar o conhecimento sobre a estabilização dos solos com adição de cal, este estudo pretende demonstrar que as reações do solo argiloso com cal podem ser reversíveis. Esta análise simula uma mistura de solo e cal sendo executada inicialmente numa usina, quando do início da obra, antes mesmo da terraplenagem concluída, armazenada durante um período de tempo determinado e posteriormente sendo executada como camada de pavimento. Para isso foram feitos moldados corpos de prova com amost...

  11. Efeito da solarização sobre propriedades físicas, químicas e biológicas de solos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. Ghini

    2003-02-01

    Full Text Available A solarização é um método de desinfestação que consiste na cobertura do solo com um filme de polietileno transparente, durante o período de intensa radiação solar, e atua por meio do aumento da temperatura do solo. Quatro ensaios foram realizados no estado de São Paulo, nos municípios de Mogi das Cruzes, Jarinu, Piracicaba e Itatiba, nos anos de 2000 e 2001, com o objetivo de avaliar os efeitos da solarização nas propriedades físicas, químicas e biológicas dos solos. A solarização reduziu significativamente a resistência à penetração dos solos nos ensaios de Jarinu, Piracicaba e Itatiba. Em Jarinu, oito meses após a retirada do plástico, as diferenças entre os tratamentos permaneceram. Por outro lado, em Mogi das Cruzes, onde o ensaio foi instalado em solo turfoso, a solarização causou aumento na resistência na camada de 2,5 a 5 cm de profundidade. Nos ensaios de Piracicaba e Jarinu, foram feitas avaliações de macro, microporosidade, porosidade total e densidade, não tendo os tratamentos diferido entre si, porém houve uma tendência de redução na densidade dos solos solarizados. A atividade microbiana, avaliada pela hidrólise de diacetato de fluoresceína, foi reduzida pela solarização. A supressividade a Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli foi avaliada in vitro, pela colonização de amostras de solo usando um isolado marcado com resistência a benomyl, no ensaio de Mogi das Cruzes. A solarização reduziu a recuperação do patógeno, evidenciando um aumento da supressividade. Nos solos solarizados, houve aumento significativo dos teores de N-NH4+ em todos os experimentos, Mn em três, N-NO3-, Mg2+ e saturação por bases em dois e K+ em um experimento. Ocorreu redução dos teores de Cu, Fe e H + Al em dois experimentos e Zn em um ensaio. Segundo os resultados, a solarização promoveu alterações nas propriedades físicas, químicas e biológicas dos solos, melhorando a estrutura, liberando nutrientes e

  12. CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-HÍDRICA DE SOLOS REPRESENTATIVOS DA REGIÃO DO AGROPOLO ASSU-MOSSORÓ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samuel José da Silva Neto

    2012-11-01

    Full Text Available Na economia do estado do Rio Grande do Norte, destaca-se a fruticultura, com realce para o melão, banana, manga e mamão. A região do Agropolo Assu-Mossoró apresenta como características de produção agrícola a produção de frutas para exportação como melão em solos de origem calcária. O objetivo da presente pesquisa foi de caracterizar os parâmetros físico-hídricos de cinco solos representativos da região produtora conhecida como Agropolo Assu-Mossoró. As analises realizadas: granulométrica realizada pelo método do Densímetro, densidade de partículas, densidade aparente e curva de retenção de água no solo. A densidade de partícula encontrada variou de 2.61 até 2.66 g/cm3. Os conteúdos de água retida nos diferentes pontos de tensão representada pelas curvas características de retenção de água demonstram essa relação com maior eficiência, onde se observam as variações das características físicas e hídricas, por cada tipo de solo analisado. Os solos da região do Agropolo Assu-Mossoró são solos de boa qualidade do ponto de vista físico-hídrico, e se bem manejados apresentam grande potencial produtivo para região.

  13. Indicadores biológicos de dois solos com a incorporação de subproduto da agroindústria de café

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karoline de Melo Padilha

    2014-10-01

    Full Text Available A adição de subprodutos orgânicos ao solo pode ocasionar mudanças na dinâmica da matéria orgânica dele, influenciando a atividade e utilização do carbono pelos microrganismos presentes nele. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da aplicação de doses crescentes de subproduto da agroindústria de café nos atributos biológicos de dois solos com textura distinta, em diferentes tempos de incubação. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 2 × 8, sendo dois solos e oito doses de subproduto de café, com cinco repetições. Foram realizadas coletas de subamostras dos solos aos 30, 60, 90 e 125 dias após a incorporação do subproduto nesses. Nessas datas foram avaliados o carbono microbiano (C-CBM, a respiração basal microbiana (RBM e o carbono orgânico total (COT. A adição do subproduto do café proporcionou aumentos nos valores de C-CBM, C-CO2 e COT dos dois solos utilizados. A maior atividade microbiana ocorreu no período de 30 dias, com maior liberação de C-CO2; o COT foi superior no solo argiloso por ele permitir maior proteção dos compostos orgânicos à decomposição pelos microrganismos.

  14. Avaliação rápida da integridade ecológica em riachos urbanos na bacia do rio Corumbá no Centro-Oeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanna Gomes Cordeiro

    2016-06-01

    Full Text Available A urbanização tem ocasionado o lançamento de volumes significativos de efluentes domésticos parcialmente tratados nos corpos hídricos brasileiros causando diversos prejuízos ecológicos para estes ecossistemas. Para avaliar a integridade ecológica de riachos na região de Cerrado do Brasil Central foram selecionados quatro pontos de coleta, considerando o nível de influência antrópica ao qual estão submetidos. Foram analisados parâmetros físicos e químicos da água, o uso da paisagem e a comunidade de macroinvetebrados bentônicos. As coletas foram realizadas em julho de 2015 e foram mensuradas "in situ" as variáveis condutividade elétrica, temperatura da água, pH, oxigênio dissolvido, turbidez, largura e comprimento do riacho e velocidade da correnteza. Em seguida, foram coletadas amostras para o seston, perifíton, macroinvertebrados bentônicos e sedimento depositado. O ponto "Referência" apresentou menor abundância de larvas de Chironomus (Chironomidae: Diptera e maior riqueza taxonômica, além de maior abundância dos grupos taxonômicos Ephemeroptera, Plecoptera e Trichoptera, mostrando ser o sistema mais íntegro dentre os analisados. A sub-bacia delimitada a partir desse ponto mostrou uma maior porcentagem de áreas com vegetação nativa (51%. Os pontos com presença de efluentes domésticos ("ETE" e "Jusante" por sua vez, apresentaram valores mais elevados de condutividade elétrica, turbidez, maior abundância de larvas de Chironomus e menor riqueza de táxons, mostrando elevado impacto em função das atividades antrópicas. A avaliação rápida realizada com a composição da comunidade bentônica e as variáveis físicas e químicas da água foi suficiente na identificação das alterações na integridade ecológica causadas pela influência antrópica na bacia hidrográfica do rio Corumbá.

  15. VARIAÇÃO DA UMIDADE SUPERFICIAL DO SOLO EM PARCELAS EXPERIMENTAIS COM USO DE GEOTÊXTEIS BIODEGRADÁVEIS, UBERLÂNDIA – MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Fernando Rodrigues Bezerra

    2012-08-01

    Full Text Available O objetivo desse trabalho foi analisar a eficiência dos geotêxteis confeccionados artesanalmente com a fibra de buriti, na manutenção da umidade superficial do solo de uma área degradada, em parcelas experimentais na Fazenda Experimental do Glória, município de Uberlândia - MG. O monitoramento foi realizado entre 18/11/2005 e 30/03/2006. Foram construídas duas parcelas com 10 m2 cada (1m x 10m, uma com solo exposto (SE e outra com geotêxteis e gramíneas (GE, com 12º de declividade, sendo utilizados 40 geotêxteis. Uma fotocomparação das características da superfície das parcelas no período monitorado foi obtida a partir de 17 fotografias do mesmo ponto, com posterior classificação supervisionada. A determinação da umidade superficial em seis diferentes pontos longitudinais ao longo das duas parcelas foi realizada com o auxílio do medidor de umidade de campo marca Theta Probe. Para melhor compreensão da dinâmica da umidade superficial nas duas parcelas, o monitoramento desse parâmetro foi dividido em três etapas: 1. Geotêxteis; 2. Geotêxteis e Gramíneas; e 3. Gramíneas. Em relação aos resultados obtidos, verificou-se a diferença entre os dados de umidade superficial nas parcelas com solo exposto e solo com geotêxteis, sendo que essa diferença foi mais elevada na segunda etapa (geotêxteis e gramíneas chegando a 4,9% de volume, enquanto que na primeira etapa (geotêxteis a diferença está em torno de 4,3%. A terceira etapa (gramíneas obteve o valor médio de 3,5%, o menor valor de variação durante o monitoramento. A densidade da cobertura de gramíneas pode ter influenciado nesse resultado, uma vez que ocupou toda a superfície do solo, exigindo maior intensidade das chuvas para alcançar a superfície do solo na parcela, onde foram medidos os dados. Entretanto, a média total dos dados, demonstrou que na parcela com os geotêxteis, a umidade (15,5% foi superior a do solo exposto (11,1%.

  16. Estimativa da porosidade drenável de um solo de várzea a partir da tensão da água no solo Assessment of drainable porosity of a holm soil from soil-water tension

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.E. Queiroz

    1995-12-01

    Full Text Available Um modo alternativo para estimativa da porosidade drenável em função da tensão da água no solo a partir da equação de VAN GENUCHTEN para a curva de retenção, é apresentado e testado para dados obtidos de um solo de várzea ( Gleissolo Eutrófico, textura argilosa. Curvas de retenção de água foram elaboradas com amostras de solo com estrutura indeformada. Na análise dos resultados verificou-se que o maior componente de erro foi devido a causas aleatórias, representando cerca de 12 vezes o erro sistemático. Os índices estatísticos utilizados para verificar o grau de ajuste dos dados experimentais à relação funcional apresentada entre porosidade drenável e tensão de água no solo, mostraram que esta relação pode ser utilizada para estimativa da porosidade drenável, a partir do conhecimento dos parâmetros empíricos da equação de VAN GENUCHTEN.An alternative way to assess the drainable porosity as a function of soil-water tension, from the soil-water retention curve (Van Genuchten's model, is presented for data of a clayey holm gley soil of the county of Piracicaba, SP, Brazil. Soil-water retention curves were determined using undisturbed soil samples. The analysis of the results has shown that the data variability was mainly due to random causes. Statistical indexes used to verify the degree of fitting of the experimental data to the proposed model, have shown that the model can be used to estimate the drainable porosity from the empirical parameters of the Van Genuchten model.

  17. Morfopedologia e fragilidade ambiental nos setores de fundos de vale da área periurbana da cidade de Marechal Cândido Rondon - Paraná / Morphopedology and environmental fragility in the valley bottom in the periurban area of Marechal Candido Rondon city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anderson Sandro da Rocha

    2012-11-01

    Full Text Available A presente pesquisa, desenvolvida na área periurbana da cidade de Marechal Cândido Rondon, região oeste do estado do Paraná, busca compreender e analisar a condição morfopedológica e a fragilidade ambiental dos fundos de vale do terço superior da bacia hidrográfica do córrego Guavirá. Com base nos preceitos teóricos e metodológicos da análise estrutural da cobertura pedológica e da análise das fragilidades potencial e emergente, foram desenvolvidos trabalhos de gabinete (elaboração de cartas de uso do solo, declividade, solo e fragilidade; campo (levantamento topográfico e pedológico e laboratório (análises físicas e químicas. Os resultados de tais procedimentos permitiram compreender a interação dos elementos naturais e antrópicos que compõem a estrutura geoecológica da bacia hidrográfica do córrego Guavirá, a partir dos quais foi possível identificar as fragilidades potenciais e emergentes dos setores de fundos de vale, particularmente subsidiadas pelo conhecimento da organização e distribuição dos solos.

  18. EFEITOS DA OCUPAÇÃO DESORDENADA DO SOLO ÀS MARGENS DO CÓRREGO NEBLINA EM ARAGUAÍNA-TO

    OpenAIRE

    Brito, Amanda Martins

    2014-01-01

    Com o crescimento populacional e o acelerado processo de urbanização desordenado as ocupações do solo em áreas indevidas tem sido uma prática comum nas cidades brasileiras, gerando problemas tanto em nível ambiental quanto social. Este artigo tem como objetivo discutir e analisar os efeitos da ocupação desordenada do solo às margens do Córrego Neblina em Araguaína-TO. Verificou-se que a falta planejamento urbano e infraestrutura para atender a demanda populacional do município contribuem para...

  19. Resistência hidráulica da crosta formada em solos submetidos a chuvas simuladas Crust hydraulic resistance in soils under simulated rain

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane dos Santos Brandão

    2006-02-01

    Full Text Available Para avaliar a redução da taxa de infiltração em solos sujeitos ao encrostamento decorrente da aplicação de chuvas simuladas, foi realizado um experimento em esquema fatorial 5 x 6, sendo cinco solos (Argissolo Vermelho, Argissolo Vermelho-Amarelo, Latossolo Vermelho-Amarelo, Neossolo Flúvico e Neossolo Quartzarênico e seis energias cinéticas de chuva (0, 525, 1051, 2102, 3153 e 4204 J m-2, com três repetições. A partir dos dados de taxa de infiltração da água no solo e da espessura da crosta, determinadas por micromorfometria, calcularam-se a condutividade e a resistência hidráulica da crosta. Todos os solos apresentaram redução da taxa de infiltração, quando a energia cinética de chuva simulada aplicada aumentou. A resistência hidráulica da crosta aumentou com a energia cinética (especialmente para os solos Argissolos Vermelho-Amarelos e Vermelho até atingir um valor máximo, a partir do qual ocorreu diminuição, atribuída ao desgaste erosivo da crosta provocado pelo aumento do escoamento superficial, associado aos maiores valores de energia cinética da chuva simulada. Por meio de análise de regressão múltipla, foram determinadas a relação da resistência hidráulica da crosta com a energia cinética da chuva e as características químicas e físicas de cada solo. A variável resistência hidráulica da crosta mostrou-se adequada a ser utilizada nos modelos infiltração da água no solo para descrever a influência do encrostamento neste processo.To evaluate the decrease in infiltration rate in crusting soils an experiment was carried out using a rainfall simulator. Treatments were distributed in a factorial schedule 5 x 6, using five soils (Red Ultisol, Red-Yellow Ultisol, Red-Yellow Oxisol, Fluvic Entisol and Arenic Entisol and six rainfall kinetic energies (0, 525, 1051, 2102, 3153, and 4204 J m-2 with three replications. According to the water infiltration rate and crust thickness, as determined by

  20. EFEITOS ANTRÓPICOS E SUAS IMPLICAÇÕES NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CARAPÁ, COLÍDER –MATO GROSSO/BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Norma Aparecida de Oliveira Nobre

    2015-09-01

    Full Text Available O trabalho objetivou conhecer o perfil socioeconômico, as principais formas de uso do solo e as alterações no ambiente natural observadas na bacia hidrográfica do Rio Carapá, no município de Colider, Mato Grosso. Realizaram-se visitas in loco e aplicação de questionário composto por nove questões abertas. Foram entrevistados 30 camponeses em 16 diferentes comunidades rurais. Para a delimitação da área de estudo foram utilizadas informações de bases cartográficas com imagens de satélites LandSat (TM5, que refletem a situação da cobertura do solo e a interferência antrópica sobre o sistema natural. Os resultados mostram que a região da bacia hidrográfica e entorno encontra-se com desflorestada e, que para ampliar as áreas de pastagens as Áreas de Preservação Permanente – APP foram suprimidas. Aliados ao problema da ausência da vegetação ciliar e das áreas que seriam reserva legal, o solo e os recursos hídricos estão exposto a diferentes tipos de agentes de degradação. A rede de drenagem possui 234.849 km, sendo a densidade de drenagem considerada baixa com 6,9 m.ha-1. O estudo evidenciou que a região foi colonizada na década de 70 por migrantes vindos da região sul do país, pois há um percentual expressivo de famílias oriundas do Estado do Paraná, que trouxeram em sua bagagem o modelo de produção de uso e ocupação do solo de suas localidades de origem.

  1. EFEITOS ANTRÓPICOS E SUAS IMPLICAÇÕES NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CARAPÁ, COLÍDER –MATO GROSSO/BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Norma Aparecida de Oliveira Nobre

    2013-11-01

    Full Text Available O trabalho objetivou conhecer o perfil socioeconômico, as principais formas de uso do solo e as alterações no ambiente natural observadas na bacia hidrográfica do Rio Carapá, no município de Colider, Mato Grosso. Realizaram-se visitas in loco e aplicação de questionário composto por nove questões abertas. Foram entrevistados 30 camponeses em 16 diferentes comunidades rurais. Para a delimitação da área de estudo foram utilizadas informações de bases cartográficas com imagens de satélites LandSat (TM5, que refletem a situação da cobertura do solo e a interferência antrópica sobre o sistema natural. Os resultados mostram que a região da bacia hidrográfica e entorno encontra-se com desflorestada e, que para ampliar as áreas de pastagens as Áreas de Preservação Permanente – APP foram suprimidas. Aliados ao problema da ausência da vegetação ciliar e das áreas que seriam reserva legal, o solo e os recursos hídricos estão exposto a diferentes tipos de agentes de degradação. A rede de drenagem possui 234.849 km, sendo a densidade de drenagem considerada baixa com 6,9 m.ha -1 . O estudo evidenciou que a região foi colonizada na década de 70 por migrantes vindos da região sul do país, pois há um percentual expressivo de famílias oriundas do Estado do Paraná, que trouxeram em sua bagagem o modelo de produção de uso e ocupação do solo de suas localidades de origem.

  2. Sistematização participativa de cursos de capacitação em solos para professores da educação básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Oliveira Cirino

    2015-06-01

    Full Text Available O Programa de Educação em Solos e Meio Ambiente, do Departamento de Solos da Universidade Federal de Viçosa oferece, desde 2004, cursos anuais de capacitação em solos para professores da Educação Básica. Após três anos consecutivos, já era possível observar os impactos da abordagem em algumas escolas de Viçosa-MG. Para analisar e refletir criticamente a influência dos cursos na prática pedagógica dos participantes desenvolveu-se pesquisa em processo de sistematização participativa, durante encontros presenciais com os participantes dos cursos de 2004, 2005 e 2006. Os resultados são apresentados neste artigo e mostram que tantoos conteúdos como os métodos desenvolvidos nos três cursos foram efetivamente apropriados pelos educadores, que valorizaram e ressignificaram o conteúdo de solos. Isso lhes deu mais segurança em sua abordagem, enriquecendo as aulas e diversificando-as com o uso de diferentes abordagens metodológicas, possibilitando inclusive a superação do livro didático como único apoio conceitual e metodológico às suas aulas.

  3. Mapeamento do potencial de erosão laminar na bacia do rio Japaratuba, SE, via SIG Mapping the laminar erosion potential for the Japaratuba river basin, SE via GIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Aragão

    2011-07-01

    Full Text Available A erosão do solo é a principal causa do empobrecimento precoce de terras produtivas e dentre as suas formas está a erosão laminar. Esta se caracteriza não apenas pela remoção de uma camada relativamente uniforme da superfície, mas também por seus nutrientes, sendo intensificada, portanto, pelas ações antrópicas. Para evitar ou reduzir seus impactos, fazem-se necessárias diretrizes para a adequação do uso e da ocupação às condições de cobertura vegetal, tipo de solo e topografia, através de mapas do potencial erosivo laminar da região de interesse, obtidos via sistemas de informações geográficas (SIG. Neste trabalho foi desenvolvido o mapeamento do potencial erosivo laminar da bacia do rio Japaratuba, SE (1685 km²; trata-se de uma região sujeita a intensa atividade agrícola, pecuária e de mineração, onde só restam 6% da vegetação nativa. Os resultados mostram que 48,71% da área da bacia ficam nas classes de médio e alto potencial erosivo, indicando que a bacia está bastante impactada devido aos usos inadequados para as condições de solo e declividades.Soil erosion is a natural phenomenon that reduces soil fertility and causes a great impact on agricultural areas. Laminar erosion is characterized by the removal of the top soil fairly uniformly as well as its nutrients, which is accelerated by human activities. To minimize the impacts it is necessary to adopt an adequate soil management that takes into account the type of the soil, relief, and vegetation cover. The soil management can be aided by mapping the erosive potential of a region using GIS tools. In this work, the technique that was used for mapping the erosive potential in the Japaratuba River Basin (1685 km² located in the State of Sergipe is presented. The results show that 48.71% of the basin area lie within medium and high erosive potentials zones, suggesting the inadequate land use for the soil types and relief within the basin.

  4. Composição química da solução do solo nas diferentes classes de poro do solo Chemical composition of soil solution in different soil pore classes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thomas Vincent Gloaguen

    2009-10-01

    Full Text Available A composição química da solução do solo pode ser considerada indicadora da presença de nutrientes ou contaminantes no solo. Para analisar a variação dessa composição nos poros do solo, utilizou-se um sistema de extração sequencial da solução do solo em diferentes classes de diâmetro de poro. Colunas de PVC foram construídas e preenchidas com terra fina seca ao ar de um Cambissolo Háplico distrófico, e irrigadas com água destilada (T1, efluente de estação de tratamento de esgoto sanitário EETE (T2 e EETE + 1,2 g L-1 CaSO4 (T3, aplicando lâminas de 150 e 300 mm. Antes da irrigação e após cada lâmina, aplicaram-se na base de cada coluna os seguintes potenciais: 0, 13,3, 26,7, 40,0 e 53,3 kPa para extração e coleta da solução do solo nas faixas de poros: Ø > 76,2 µm, 44,6 44,6 m. Todos os dados foram ajustados significativamente ao modelo linear Y = a - b.log(X, onde Y é o atributo avaliado e X o diâmetro de poro do solo. Embora a concentração de NO3-na microporosidade supere o valor limite [NO3-]lim para água doce potável (Classe 1, a baixa concentração na macroporosidade (sempre inferior a [NO3-]lim/4 limita o risco de contaminação por lixiviação. Constatou-se também que a adição de gesso promove a redução da concentração de NO3-e de Na+ no solo.The chemistry of the soil solution can be regarded as an indicator of the presence of nutrients or contaminants in the soil. To evaluate the variation of this chemical composition in the soil pores, a sequential system of extraction of the soil solution from the different soil pore classes was used. Soil columns were constructed and filled with air-dried fine soil of a Dystrophic Ultisol, and irrigated with: distilled water (T1, treated wastewater (T2 and treated wastewater + 1.2 g L-1 CaSO4 (T3 at irrigation levels of 150 and 300 mm, added progressively (without leaching. Before and after irrigation the soil solution was extracted by applying successive

  5. AVALIAÇÃO DAS AÇÕES ANTROPOGÊNICAS E SUAS IMPLICAÇÕES PARA O PLANEJAMENTO AMBIENTAL DA BACIA DO RIACHO DA CRUZ – SEMIÁRIDO BAIANO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bismarque Lopes Pinto

    2017-08-01

    Las intervenciones antropogénicas en el medio natural se incrementan de manera constante. Cada paisaje tiene sistemas ambientales particulares y responden de manera diferente a las acciones humanas. La comprensión de estas acciones en el paisaje significa ampliar los horizontes en relación con el concepto interdisciplinario de degradación. Las crecientes necesidades de expansión de las actividades agrícolas en las zonas rurales, hace que las políticas ambientales no sean ejecutadas. Establecer el uso de los parámetros de regulación y uso del suelo de la realidad existente ahora es crucial para la planificación y gestión ambiental de cualquier área. Por lo tanto, este estudio tuvo como objetivo evaluar las actividades antropogénicas y sus correlaciones con la dinámica ambiental de Bacia do Riacho da Cruz y sus implicaciones para la planificación ambiental de la zona. Se llevó a cabo la preparación de los mapas de base (geo-ambientales de cartografía del uso de la tierra, el trabajo de campo en la cuenca en estudio, así como la construcción de gráficos, figuras, interpretación y análisis de los datos. La cuenca del Riacho da Cruz aún está lejos de cumplir las bases mínimas para una producción agrícola sostenible y la conservación del medio ambiente. La ausencia de importantes áreas de vegetación nativa da a conocer el inicio de los procesos erosivos, que pueden considerarse como un aspecto de grave desequilibrio indicador ambiental. En este sentido, es necesario combinar el gobierno junto con la sociedad civil para pensar en la planificación estratégica de las acciones que se indican en el texto, de modo que el marco ambiental de la cuenca no se agrave. Palabras clave: Planificación del Medio Ambiente; Uso de la Tierra; Actividad Antropogênica; Degradación Ambiental.

  6. Efeitos da fosfatagem nos atributos químicos do solo e produção de cana-de-açúcar para forragem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L. A. M. Lisboa

    2017-12-01

    Full Text Available O fósforo (P é considerado um elemento essencial para o cultivo da cana-de-açúcar, assumindo grande importância no enraizamento, no perfilhamento e na produção de forragem. Com o objetivo de avaliar os efeitos da fosfatagem em pré-plantio nos atributos químicos do solo e no desenvolvimento da cultura da cana-de-açúcar para produção de forragem foi realizado um experimento com a variedade RB 86 7515, junto à unidade produtora da Usina Santa Mercedes, Tupi Paulista, SP. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com 8 tratamentos e 4 repetições, totalizando 32 unidades experimentais, em esquema fatorial 2 x 4, duas fontes de fósforo (fosfato decantado e fosfato de monoamônio e quatro doses de fósforo (0; 80; 120; 160 kg/ha P2O5. As fontes e doses testadas de fósforo (P aumenta a disponibilidade de P no solo, sendo a dose de 120 kg/ha P2O5 que apresenta maior produção de massa verde de forragem. A fonte fosfato monoamônico reduz o pH do solo e aumenta a disponibilidade dos micronutrientes como ferro, boro e zinco.

  7. AVALIAÇÃO DAS PERDAS DE NITRATO EM SOLO IRRIGADO À DIFERENTES QUANTIDADES DE RADIAÇÃO SOLAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Sarolli Silva

    1999-04-01

    Full Text Available RESUMO Estudou-se o efeito da irrigação e da incidência diferenciada da radiação solar em uma bacia hidrográfica experimental, sobre um Latossolo Roxo distrófico, enriquecido com efluente de biodigestor anaeróbio, fonte de matéria orgânica, com o objetivo de acompanhar as perdas de nitrato causadas tanto pela lixiviação como pela diferentes microclimas no solo. Analisando-se os resultados obtidos, observou-se que a irrigação efetuada no período de 21 dias provocou uma grande perda de nitrato em todas as rampas estudadas. Com relação ao efeito da quantidade diferenciada de radiação solar incidente sobre a superfície do substrato (solo + efluente observou-se que esta causou variações nos valores de temperatura e umidade do solo, a ponto de definir diferentes ambientes e provocar perdas de nitrato mais acentuadas nas rampas com exposição norte.

  8. PROCESSOS HIDRO-EROSIVOS EM SOLOS DEGRADADOS EM RELEVO DE BAIXA DECLIVIDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo dos Santos Pereira

    2016-06-01

    Full Text Available Muitas pesquisas conferem maior peso na alta declividade do terreno como fator decisivo no processo hidro-erosivo. Porém, foi avaliado que baixas declividades (~4º já são suficientes para se iniciar o escoamento superficial. A pesquisa teve como objetivo fazer uma caracterização físico-química de solo degradado, monitorar o seu potencial matricial e o processo de formação de escoamento em uma sub-bacia do rio Maranduba - Ubatuba/SP, em encosta com baixa declividade. O trabalho se baseou na instalação de parcelas de erosão em solo sem cobertura vegetal para analisar as perdas de solo e água, bem como as propriedades físicas e químicas do solo (Porosidade, textura, densidade, pH e matéria orgânica. As parcelas se localizam na parte intermediária de um morrote com encosta retilínea, esse sofreu alteração em sua morfologia original por meio de um corte de encosta (UTM: 0474211/7395934.  O solo do local é um Latossolo que apresenta o horizonte B exposto. Cerca de 6,9 t/ha de solo foram perdidos durante o monitoramento (01 agosto 2013-20 dezembro 2014 e mais de 5.354,7 m3 de água foram escoados superficialmente. Salienta-se a fragilidade dos ambientes degradados de baixa declividade frente às altas taxas de perdas de solo e água, que, no período de 17 meses de monitoramento e com chuvas dentro da normalidade para o município, totalizaram 63 dias com ocorrências de escoamento, em solos que tendem à saturação por períodos prolongados. Portanto, o transporte das partículas de solo superficialmente está atrelado à baixa drenagem do terreno e à perda da resistência do solo, corroborando em períodos longos de umidade antecedente, sendo este um dos fatores decisivos para se iniciar o escoamento superficial.

  9. Alterações de características químicas do solo e resposta da soja ao calcário e gesso aplicados na superfície em sistema de cultivo sem preparo do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E. F. Caires

    1998-03-01

    Full Text Available O experimento foi desenvolvido em um Latossolo Vermelho-Escuro distrófico, em Ponta Grossa (PR, com o objetivo de avaliar os efeitos da aplicação de calcário e gesso na superfície sobre as características químicas do solo e resposta da soja cultivada em sistema de cultivo sem preparo do solo. O delineamento experimental empregado foi o de blocos ao acaso em parcela subdividida, com três repetições. Foram utilizadas quatro doses de calcário dolomítico, com 84% de PRNT: 0, 2, 4 e 6 t ha-1, e quatro doses de gesso agrícola: 0, 4, 8 e 12 t ha-1. A calagem foi realizada em julho, e a aplicação de gesso em novembro de 1993. A cultura da soja foi avaliada nos anos agrícolas de 1993/94 e 1995/96. A soja não respondeu à aplicação de calcário e gesso na superfície, em solo com pH (CaCl2 0,01 mol L-1 4,5 e 32% de saturação por bases na camada de 0-20 cm. A calagem proporcionou correção da acidez do solo, revelada pela elevação do pH e redução do alumínio trocável, até a profundidade de 10 cm e em camadas subsuperficiais, mostrando que a ação do calcário aplicado na superfície, em áreas com cultivos já estabelecidos, não preparadas convencionalmente, pode atingir camadas mais profundas de solo. Esse efeito foi observado doze meses após a aplicação do corretivo, tendo sido mais pronunciado após vinte e oito meses. A aplicação de gesso causou redução do alumínio trocável, elevou os teores de cálcio em todo o perfil do solo e provocou lixiviação de bases, principalmente de magnésio, tendo sido esta mais acentuada na presença de maiores teores de magnésio trocável no solo. Após vinte e quatro meses, foram recuperados cerca de 40% do S-SO4 e 60% do cálcio aplicados pelo gesso na dose de 12 t ha-1, até a profundidade de 80 cm. Desse total recuperado, apenas 10% do S-SO4 e 25% do cálcio foram encontrados na camada de 0-20 cm de solo.

  10. Influência do preparo inicial sobre a estrutura do solo quando da adoção do sistema plantio direto, avaliada por meio da pressão de preconsolidação

    OpenAIRE

    Silva,R. B.; Dias Junior,M. S.; Santos,F. L.; Franz,C. A. B.

    2003-01-01

    Os efeitos do tráfego e do tipo de preparo sobre a estrutura dos solos agrícolas, quando da adoção do sistema plantio direto na região dos Cerrados, têm sido pouco pesquisados. Os estudos desenvolvidos são apenas qualitativos e utilizam-se, geralmente, de propriedades, tais como: a densidade do solo e a resistência do solo à penetração, as quais não possibilitam predizer quanto de pressão o solo pode receber de forma que, em manejos futuros, a compactação possa ser evitada. Este trabalho teve...

  11. Geoecologia da paisagem X legislação ambiental: uma análise da distribuição espacial das restrições ao uso da terra frente à problemática erosiva na alta bacia do Ribeirão Areia Dourada, Marabá Paulista (SP / Geoecology of the landscape X environmental legislation: an analysis of the spatial distribution of the land use restrictions and ther relation with erosion issues in the upper basin of the river Areia Dourada, Marabá Paulista (SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Augusto Scudeller Zanatta

    2016-09-01

    Full Text Available A promulgação do atual Código Florestal (Lei 12.651/12 gerou preocupações quanto à preservação e à proteção dos recursos naturais nos diferentes Biomas do Brasil, muito devido ao seu caráter genérico e à tolerância aos usos abusivos. Frente a essa questão, neste artigo é apresentado um estudo aplicado e comparativo das restrições ao uso nas propriedades privadas de acordo o atual Código Florestal, e com o zoneamento ambiental, elaborado a partir da proposta da geoecologia da paisagem, aplicados na alta bacia do ribeirão Areia Dourada, Marabá Paulista (SP. Assim, tem-se como objetivo avaliar as diferenças espaciais na restrição ao uso da terra identificadas em consonância com a Lei 12.651/12 e com o estudo conduzido a partir da metodologia da geoecologia, que se caracteriza por integrar os diversos elementos que compõem a paisagem natural. A demais, foram acrescidas à análise as feições erosivas lineares, no intuito de comparar a fragilidade natural da bacia com as consequências de usos inadvertidos. Como resultado, o atual Código Florestal contempla a preservação de apenas 6,28% (290,55 ha da área da bacia, o que tende a agravar a problemática erosiva, enquanto a metodologia da geoecologia aponta para a necessidade de preservar, pelo menos, 51,66% (2.388,28 ha. Esses terrenos ainda incidem diretamente nas áreas com erosões em ravinas e voçorocas, indicando de forma eficiente a fragilidade natural da bacia.

  12. Mineralização do nitrogênio incorporado como material vegetal em três solos da Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S.S. Alfaia

    1997-09-01

    Full Text Available A mineralização do N proveniente do resíduo de feijão-caupi marcado com 15N foi estudada em condições de laboratório de setembro a dezembro de 1992. O material vegetal foi incorporado em amostras dos três principais solos da Amazônia Central: dois de terra firme, classificados como latossolo amarelo e podzólico vermelho-amarelo, e um de várzea, classificado como glei pouco húmico (GP. As variações nos teores e na forma de N mineral provenientes do resíduo de caupi foram relacionadas com as características químicas dos solos estudados. No latossolo e no podzólico, a incorporação do resíduo de caupi aumentou significativamente a mineralização do N, sendo a forma amoniacal predominante, enquanto, no GP, a forma nítrica preponderou. Nos solos de terra firme, a incorporação do resíduo de caupi aumentou a mineralização do N orgânico do solo, indicando a ocorrência do efeito "priming". Após 60 dias de incubação, cerca de 30 (podzólico a 40% (latossolo do N proveniente do caupi foi mineralizado nos solos de terra firme, enquanto no de várzea somente 18% foi mineralizado nesse período. Tais resultados mostram o potencial que essa leguminosa apresenta como fornecedora de N para as plantas nos solos de terra firme da Amazônia Central.

  13. INCERTEZAS NA REPRESENTAÇÃO DA SALUBRIDADE AMBIENTAL ATRAVÉS DE INDICADORES OBTIDOS COM BASE EM DIFERENTES FONTES DE INFORMAÇÃO. ESTUDO DE CASO: BACIA DO RIACHO REGINALDO EM MACEIÓ, ALAGOAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Aparecido da Silva Gama

    2016-12-01

    Full Text Available Indicadores têm sido utilizados para representar a qualidade e abrangência na prestação de serviços de saneamento básico. Entretanto, diferentes fontes de informação abordam de forma distinta cada um dos componentes do saneamento. O IBGE, por exemplo, mostra como os usuários acessam (ou usam determinado serviço, enquanto o prestador do serviço traz sua abrangência e disponibilidade. Assim, a disponibilidade de determinado serviço de saneamento (abastecimento de água, por exemplo não garante que todos os usuários fazem uso (ou se beneficiam dele e da mesma forma. Com este trabalho, apresenta-se uma metodologia para composição de um Indicador de Salubridade Ambiental (ISA/Maceió, considerando informações relacionadas à prestação de serviços de saneamento básico provenientes de duas fontes: IBGE (censo 2010 e prestadores municipais de serviços de saneamento. O trabalho resultou em: (i adaptação de metodologias existentes de cálculo do ISA, considerando informações locais disponíveis; (ii a composição e (iii o mapeamento do ISA. A metodologia foi aplicada em estudo de caso na bacia do riacho Reginaldo em Maceió/AL, e os resultados mostraram que a fonte de informação utilizada pode gerar distorções importantes de interpretação do ISA. De maneira geral, a bacia estudada apresenta grande variação nas condições de salubridade ambiental, com setores censitários variando de condição de salubridade muito baixa a alta, considerando a realidade local.

  14. Biomassa e atividade microbianas do solo sob influência de chumbo e da rizosfera da soja micorrizada Soil microbial biomass and activity under the influence of lead addition and mycorrhizal soybean rhizosphere

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sara Adrián López de Andrade

    2004-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da adição de chumbo (Pb ao solo na biomassa e atividade microbianas do solo sob influência da rizosfera de soja micorrizada. O trabalho foi realizado em casa de vegetação, com delineamento inteiramente casualizado num esquema fatorial 4x2x2 utilizando-se 0, 150, 300 e 600 mg dm-3 de Pb, inoculação ou não do fungo micorrízico arbuscular (FMA, Glomus macrocarpum, e duas épocas de amostragem - florescimento e maturação da soja. Avaliaram-se o C da biomassa microbiana, a liberação de CO2 do solo e a atividade de três enzimas, desidrogenase, fosfatase alcalina e arilssulfatase. O Pb afetou negativamente o C da biomassa e a atividade da microbiota rizosférica, ocorrendo interação entre a presença de propágulos de FMA e o estádio de desenvolvimento da planta. A atividade da fosfatase alcalina foi a mais afetada pelas altas concentrações de Pb adicionadas ao solo, com redução de 60% na sua atividade, mostrando-se um indicador sensível do estresse metabólico da comunidade microbiana do solo causado pelo excesso de chumbo. A micorrização da soja influenciou de forma direta a microbiota rizosférica, resultando em maior atividade e biomassa, principalmente no estádio de maturação da soja. A microbiota do solo apresentou sintomas de estresse decorrentes da adição de chumbo.The objective of this work was to evaluate the effects of lead addition on soil microbial biomass and activity under the influence of the rhizosphere of mycorrhizal soybean. The experimental design was completely randomized and arranged in a 4x2x2 factorial scheme, using 0, 150, 300 and 600 mg dm-3, inoculation or not of the arbuscular mycorrhizal fungus (AMF Glomus macrocarpum and two sampling periods: soybean flowering and maturity. Microbial biomass C, soil respiration and the activity of three soil enzymes (deshydrogenase, alkaline phosphatase and arilsulphatase were determined. The most affected enzyme

  15. Avaliação do modelo J2000/JAMS para modelagem hidrológica em bacias hidrográficas brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Ribeiro Machado

    Full Text Available RESUMO: A gestão de recursos hídricos no Brasil é prejudicada pela carência de informações hidrológicas, que pode ser suprida pelos modelos hidrológicos que simulam o comportamento das bacias hidrográficas. Entretanto, muitos modelos não geram bons resultados quando executados fora da área de estudo onde foram criados. Por isso, devido à sua adaptabilidade, o modelo J2000 inserido no framework Jena Adaptable Modelling System (JAMS foi avaliado para simulação de duas bacias hidrográficas inseridas na zona de afloramento do Sistema Aquífero Guarani, a Bacia Hidrográfica do Ribeirão da Onça (BRO e a Microbacia do Córrego Cavalheiro (BCC, nos municípios de Brotas e Analândia, respectivamente, no estado de São Paulo. O framework JAMS apresentou-se como um sistema simplificado para uso, flexível diante das adaptações necessárias para compatibilização com as características climatológicas e hidrológicas das áreas de estudo. O modelo J2000 mostrou-se eficiente na predição da resposta hidrológica das bacias hidrográficas, apresentando um coeficiente de Nash-Sutcliffe (NSE de 0,76 e 0,81, para os períodos de calibração e validação da BRO; e 0,76 e 0,56, para os períodos de calibração e validação da BCC, respectivamente. O erro absoluto, calculado pelo valor da raiz do erro quadrático médio, foi considerado baixo por apresentar valores de 0,14 e 0,18 m³.s-1 para os períodos de calibração e validação da BRO; e 0,02 e 0,03 m³s-1 para os períodos de calibração e validação da BCC, respectivamente. Portanto, o J2000/JAMS mostrou-se como um candidato potencial para modelagem hidrológica de bacias hidrográficas do estado de São Paulo, podendo ser utilizado para estudos sobre as relações entre a localização do uso do solo na bacia hidrográfica e a geração de escoamento.

  16. MACROALGAS E QUALIDADE DA ÁGUA NA BACIA DO ALTO RIO NEGRO - MUNICÍPIO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA (AM.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Domitila Pascoaloto

    2011-01-01

    Full Text Available Foram investigadas as comunidades de macroalgas do rio Negro, no município de São Gabriel da Cachoeira. Em setembro/2007 foram visitados cinco sítios amostrais, próximos à sede da cidade; em Março/2008 foram investigados oito sítios amostrais, entre a comunidade Amium (hemisfério norte e a sede da cidade (hemisfério sul; em agosto de 2008 foram investigadas as comunidades de macroalgas e a qualidade da água do rio Negro e onze afluentes, entre os rios Içana (hemisfério norte e Marie, no hemisfério sul; em abril/2009 foram coletadas macroalgas e água no rio Negro e em igarapés de água com tonalidade vermelha, na sede da cidade; em maio/2009 foram feitas coletas de água no rio Negro entre a comunidade de Cucuí, onde o rio Negro entra no Brasil e a sede do município. As águas dos locais apresentaram características típicas de rio de “água preta”: pH ácido ( 6,0 mgO2/L. As entidades ecológicas de macroalgas observadas pertenceram aos gêneros Batrachospermum Roth (Batrachospermaceae, Rhodophyta; Microspora Thuret (Microsporaceae, Chorophyta, Oedogonium Link ex Hirn (Oedogoniaceae, Chorophyta; Oscillatoria Vaucher ex Gomont (Oscillatoriaceae, Cyanophyta; Phormidium Kützing ex Gomont (Phormidiaceae, Cyanophyta; Spirogyra Link (Zygnemaceae, Chlorophyta; Tabellaria Ehrenberge ex Kützing (Fragilariophyceae, Bacillariophyta. Na sede da cidade, a macroalga mais freqüente (50% dos registros foi Spirogyra spp.. Foram encontradas macroalgas com hábitos eplilíticos e efíticos Gametófitos de Batrachospermum spp. foram observados em três sítios amostrais (em troncos ou rochas em setembro/2007, período de águas mais baixas, porém não foram encontradas macroalgas nesses locais em março/2008, quando o rio estava mais cheio. No entanto, em agosto de 2008, quando o rio também estava em período de águas altas, foram observados, em fragmentos rochosos na orla da sede do município, filamentos férteis de Batrachospermum sp

  17. Velocidade de infiltração básica de água como indicador da qualidade porosa do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphael Maia Aveiro Cessa

    2014-06-01

    Full Text Available Este trabalho verificou se a velocidade de infiltração básica de água (VIB pode ser um indicador da qualidade do sistema poroso do solo cultivado com diferentes espécies vegetais. Foi realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – campus Confresa, em um Argissolo Vermelho- Amarelo de textura arenosa. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com quatro tratamentos constituídos pelos cultivos de Brachiaria ruziziensis (braquiária, Pennisetum americanum (milheto, Phaseolus vulgaris L. (feijão e Sorghum bicolor L. Moench (sorgo em quatro repetições totalizando 16 parcelas. A ideia do cultivo das referidas espécies vegetais foi promover alteração natural do calibre dos poros do solo por meio dos seus sistemas radiculares e mineralização dos resíduos, viabilizando o estudo da velocidade de infiltração básica de água no solo como indicador da qualidade do calibre de poros. A partir de 90 dias após semeadura do milho avaliou-se a densidade do solo, volume de macroporos (Ma, microporos (Mi, porosidade total (VTP, resistência do solo à penetração (Rsp e VIB. As profundidades do solo consideradas foram 0-0,10 m e 0,10 a 0,20 m. Os dados numéricos foram submetidos a análise de variância e teste de significância de “F” ao nível de 5% de probabilidade. Características significativas tiveram suas médias comparadas pelo método Tukey. Entre as características citadas obtiveram-se os coeficientes de correlação lineares simples de Pearson. Nas condições experimentais avaliadas foi possível utilizar a VIB como indicador da qualidade do seu sistema poroso, embora tenha sido necessário realizar associações indiretas com as características avaliadas. Dessa forma, constatou-se tendência do aumento da VIB com aumento da Ma.

  18. A Criação de Museus como Estratégia para Preservação do Patrimônio Fossilífero da Bacia Sedimentar do Araripe em Pernambuco, NE do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alcina Magnólia Franca Barreto

    2016-04-01

    Full Text Available O Araripe pernambucano tem excelentes exposições de rochas da Formação Santana, Bacia Sedimentar do Araripe (PE, CE e PI, reconhecida internacionalmente pelos fósseis de vertebrados, preservados em concreções, considerados entre os mais importantes do supercontinente Gondwana (110 Ma. Embora a região tenha excelente potencial para coleta e estudos paleontológicos, facilitada pela extração a céu aberto da gipsita (Polo Gesseiro do Araripe, não existem ações de preservação do patrimônio fossilífero. Dado a vocação mineira e o potencial paleontológico, a região torna-se relevante para desenvolvimento de programas, projetos e ações que promovam os recursos naturais para uso educacional, turístico, inclusão social e sustentabilidade. Propõe-se a criação de museus paleontológicos nos municípios do Araripe pernambucano, como estratégia de uso sustentável desses recursos para geração de cultura e renda para a região, ao mesmo tempo em que se preserva para as gerações futuras a “memória paleobiológica da Terra”, retratada nos nossos fósseis.

  19. Estimativa de recarga da bacia do Rio das Fêmeas através de métodos manuais e automáticos Estimates of the recharge in the Femeas River basin by manual and automatic methods

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana C. L. S. Albuquerque

    2011-11-01

    Full Text Available Na região do oeste baiano, na qual se encontra a bacia do Rio das Fêmeas, a água subterrânea tem sido progressivamente procurada como fonte de abastecimento, haja vista a baixa densidade de drenagem da região e a crescente demanda por água, sobremaneira para projetos de irrigação. O objetivo do presente estudo é, a partir de dados de vazão, calcular a recarga da água subterrânea por meio de duas metodologias: Arnold & Allen (1999 e Rutledge & Daniel (1994, para o período de 1977 a 2007. A precipitação média anual para a bacia do Rio das Fêmeas foi de 1121,83 mm ano-1 e a vazão média anual igual a 50,28 m³ s-1, ambas apresentando tendência de queda significativa ao longo dos anos. As taxas de recarga foram de 4% da P total (Arnold & Allen, 1999 e de 17% (Rutledge & Daniel, 1994. Com referência ao escoamento de base (aproximadamente 250 mm ano-1, o último método mostrou-se melhor na estimação da recarga.In Western Bahia, where the Fêmeas River Basin is located, groundwater has been increasingly utilized, given the low density of drainage in the region and the growing demand for water, mainly irrigation projects. The objectives of this study are based on flow data to calculate the recharge of groundwater in the Femeas basin using two methods: Arnold & Allen (1999 and Rutledge & Daniel (1994, in the period of 1977 to 2007. The mean annual precipitation in the Fêmeas River Basin in the studied period was 1121.83 mm year-1 and the mean stream flow was 50.28 m³ s-1 year-1. Both showed a significant decreasing trend over the years. The mean base flow found for the basin was 257.41 mm year-1. The rates of recharge were 4% of total P (Arnold & Allen, 1999, and 17% (Rutledge & Daniel, 1994. Considering the basin discharge (around 250 mm year-1, the latter method seems to be better in estimating recharge.

  20. Atributos do solo e crescimento do milho decorrentes da adição de lodo anaeróbio da estação de tratamento de efluentes da parboilização do arroz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giúlia D'Avila Vieira

    2011-04-01

    Full Text Available O resíduo do processo de parboilização do arroz apresenta alta quantidade de elementos como N e P, dentre outros, que, uma vez incorporados ao solo, poderão servir como fonte de nutrientes. Nesse sentido, o presente trabalho avaliou alguns atributos de um Argissolo, a produção de massa seca e o estado nutricional do milho cultivado após a adição de lodo anaeróbio originado do processo de parboilização do arroz. O experimento foi instalado em vasos com capacidade para 4,0 kg de solo e com quatro repetições. Foram estudados os seguintes tratamentos: testemunha; adubação NPK; 2,15, 4,31, 8,62, 12,93, e 17,24 g kg-1 de lodo (base seca no solo. A aplicação de lodo aumentou o rendimento de matéria seca do milho, assim como os valores de pH, condutividade elétrica e os teores de N, P, K e Na do solo. As doses de lodo aumentaram também os teores de N, P e K e diminuíram os de Ca e Mg, da parte aérea do milho.

  1. Caracterização e classificação de solos em uma topossequência sobre calcário na serra da Bodoquena, MS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Gervasio Pereira

    2013-02-01

    Full Text Available A serra da Bodoquena, localizada no Estado do Mato Grosso do Sul, apresenta particularidades nos seus solos, que diferem de outras regiões do bioma cerrado-pantanal. Este trabalho teve como objetivo ampliar o conhecimento dos solos formados sobre calcário, por meio da caracterização dos seus atributos físicos, químicos, mineralógicos e da matéria orgânica. Foi selecionada uma topossequência sobre calcário, onde foram abertas trincheiras no topo (P1, terço inferior (P2, sopé (P3 e baixada (P4 e P5. Os perfis foram descritos morfologicamente e analisados os atributos físicos, químicos e mineralógicos dos horizontes. De acordo com o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, os solos estudados foram classificados como: (P1 Organossolo Fólico Sáprico lítico - OOs; (P2 Chernossolo Háplico Órtico típico - MXo; (P3 Chernossolo Argilúvico Órtico típico - MTo; (P4 Gleissolo Melânico Carbonático chernossólico - GMk1; e (P5 Gleissolo Melânico Carbonático organossólico - GMk2. Todos os perfis estudados apresentaram cores escuras nos horizontes superficiais e mais avermelhadas ou acinzentadas em profundidade, em razão da drenagem, sempre associados com elevados valores de saturação por bases e tendo o cálcio como cátion predominante no complexo sortivo. Das frações húmicas, a humina representou a maior fração do carbono orgânico em todos os solos. A análise mineralógica constatou a presença de calcita na fração areia nos perfis GMk1 e GMk2 e caulinita, illita e montmorilonita, na fração argila de todos os solos. A ocorrência do Organossolo Fólico em ambiente não altimontano, diferente do relatado pelo Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, sugere maior amplitude das condições ambientais para a ocorrência dessa subordem.

  2. Soil gamma ray spectrometry of the Buquira river basin, SP, Brazil; Gamametria de solos da bacia do rio Buquira, SP, Brazil

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Rivera, Alice

    2002-12-01

    Natural radioactivity found in rocks and its evaluation been frequently used for studies of environmental geochemistry, particularly those of detection and control of pollutants and the consequent changes in environment after antropic interferences. In this work natural radioactivity in forty nine soil samples in the basin of Buquira river, at the Northeast region of Sao Paulo State, has been analysed and measured with a Ge-HP gamma ray spectrometer. A table with the most relevant results found in rocks is shown and discussed. (author)

  3. Uranium and main oxides in soil in the Northeast part of Parana basil; Uranio e principais oxidos em solo na porcao nordeste da bacia do Parana, Brazil

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Fagundes, I.C.; Bonotto, D.M.; Jimenez-Rueda, J.R., E-mail: fagundes.isabella@gmail.com, E-mail: dbonotto@rc.unesp.br, E-mail: jairorjr@rc.unesp.br [Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP), Sao Paulo, SP (Brazil)

    2015-07-01

    Uranium is a litophile element that migrates to crust together with other light silicates. This work evaluated the relationships among the concentrations of uranium, major oxides (SiO{sub 2}, Al{sub 2}O{sub 3}, Na{sub 2}O, K{sub 2}O, CaO, MgO, Fe{sub 2}O{sub 3}, MnO, TiO{sub 2}, P{sub 2}O{sub 5}) and organic matter in different horizons of a soil profile located over siltstone from Tatui Formation, Piracicaba River sub-basin, Sao Paulo State, Brazil. Different techniques were utilized for data acquisition, for instance, alpha spectrometry, X-ray fluorescence spectrometry and smectrophotometry. The major U concentrations were found in horizons enriched in Fe{sub 2}O{sub 3}, indicating its tending to be retained in iron oxides. (author)

  4. Fragilidade ambiental e uso do solo da bacia hidrográfica do Córrego Pindaíba, Uberlândia, MG, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvio Carlos Rodrigues

    2008-04-01

    Full Text Available This paper presents an environmental analysis of the fragility of Pindaíba Creek Hydrographic Basin using the analysis of natural and anthropic components interactions in the study area. The main objective of this research was to identify and map the environmental fragility of this basin. The specific objectives consisted in the physical characterization of land use and land cover. To accomplish this research, several field campaigns were conducted throughout the basin. The cartographic base was compiled using the Taboca and Pau Furado charts at 1:25.000 scale that were digitized using the software Cartalinx. The thematic maps of geology, geomorphology, and land use were compiled using the software Arcview 3.2. The fragility map was also derived based on the software Arcview 3.2 using the tool Geoprocessing Wizard. The methodology developed by Ross (1990, 1994 was used for the evaluation of the landscape fragility. This methodology attributes values to environment variables according to their potentialities. Results allowed the identification of major natural and anthropic actions in the study area represented in a map of fragility potential. These results indicate that land use has to be changed in order to adjust to the landscape morphology, considering not only natural resources, but also the needs of the people who live in the study area.

  5. DINÂMICA DO USO DA TERRA E DEGRADAçãO DO SOLO NA BACIA DO RIO GUABIROBA – GUARAPUAVA/PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edivaldo Lopes Thomaz

    2007-06-01

    Full Text Available This study aims at assessing the land use dynamics as wellas its effects in physical soil characteristics and on the soildegradation in Guarapuava/PR. First of all, the landscapemapping (land unit of Guabiroba catchment was prepared.After that, the main land use in the study area was chosen.Next, it was sought to evaluate some attributes such as landuse dynamics in subsistence agriculture, litter budget overthe soil, soil resistance, bulk density, total porosity and waterinfiltration into the soil in each land unit. Due to land usediversity and well-defined landforms, the catchment areashowed a mosaic pattern with abrupt boundary. In addiction tothis, a wide variability of soil use and physical-hydric behaviorwas observed. As a result, diverse effects on soil degradationwere found.

  6. Características químicas do solo sob algodoeiro em área que recebeu água residuária da suinocultura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Salomão de Sousa Medeiros

    2011-06-01

    Full Text Available A crescente geração de efluentes líquidos e o seu lançamento no meio ambiente tem-se constituído numa preocupação mundial devido aos impactos negativos gerados. O objetivo deste trabalho foi avaliar os possíveis impactos da aplicação do efluente proveniente da suinocultura, após seu tratamento, nos atributos químicos do solo, em área cultivada com algodão. O experimento foi realizado no Perímetro Irrigado Formoso, no município de Bom Jesus da Lapa, BA, em área experimental da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba - CODEVASF. Foram testados cinco tratamentos: MC - manejo convencional = água de "boa qualidade" + adubação química; ET100 = 100 % de efluente tratado; ET75:25 = 75 % de efluente tratado + 25 % de água boa; ET50:50 = 50 % de efluente tratado + 50 % de água boa; ET25:75 = 25 % de efluente tratado + 75 % de água boa. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com quatro repetições. Os atributos químicos do solo avaliados foram: pH, condutividade elétrica, teores de N, P, K, Ca, Mg, Na, Zn, Fe, Mn e Cu. Em geral, quanto aos atributos químicos do solo, a adoção do manejo com efluente tratado apresentou resultados semelhantes aos obtidos com o MC, favorecendo a melhoria da fertilidade do solo e constituindo-se em uma fonte alternativa de fertilização de baixo custo. O efluente tratado, independentemente do fator de diluição, também demonstrou ser uma fonte alternativa de água.

  7. Alterações Geomorfológicas Derivadas Da Intervenção De Atividades Antrópicas: análise temporal na Bacia do Arroio Santa Bárbara – Pelotas (RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriano Luís Heck Simon

    2008-11-01

    Full Text Available A análise temporal das alterações nas formas do relevo, tendo como base informações espaciais oriundas da cartografia geomorfológica, possibilita a compreensão da gênese dos distúrbios na morfodinâmica e dos impactos ambientais. Assim, este artigo foi desenvolvido com o objetivo de analisar as principais alterações geomorfológicas desencadeadas na bacia do Arroio Santa Bárbara, localizada no município de Pelotas – RS, durante 41 anos (1965 – 2006. Para avaliar as alterações ocorridas sobre a morfologia, foram elaborados mapas geomorfológicos da área em estudo, referentes aos anos de 1965 e 1995, a partir da interpretação de fotografias aéreas. O cenário de 2006 foi constituído por meio de representações cartográficas, esquematizadas a partir da obtenção de imagens orbitais do software Google Earth TM. A integralização deste mapeamento ocorreu por meio de trabalhos de campo, onde foram constatadas as transformações da morfologia e as feições geomorfológicas artificiais. As atividades antrópicas efetivaram a imposição de mecanismos de controle que alteraram as formas e a estrutura do sistema, agindo, conseqüentemente, sobre os fluxos de matéria e energia. Tais alterações vinculam-se à expansão urbana, ao desenvolvimento das atividades agrícolas e às ações antrópicas pontuais como a mineração e a interceptação dos cursos de água para a construção de reservatórios.

  8. Efeito do cultivo da soja na dinâmica da população bacteriana, em solos de cerrado Effects of soybean cultivation on the bacterial population dynamics in cerrado soils

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    JOÃO CARLOS PEREIRA

    2000-06-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo avaliar a influência do cultivo da soja sobre a dinâmica da população bacteriana, em dois solos de Cerrado do Estado de São Paulo, originalmente cobertos com Paspalum notatum (em Barretos e Brachiaria decumbens (em S��o Carlos. Nesses solos, a densidade da população de bactérias em geral variou de 398,1 x 10³ a 467,7 x 10³ e de 123 x 10³ a 218,8 x 10³ ufc (unidades formadoras de colônias/g de solo seco, respectivamente. O cultivo da soja, em ambos os solos, resultou em incrementos variados nos números de ufc/g de solo seco da população de bactérias em geral, das resistentes aos antibióticos estreptomicina e cloranfenicol, e de actinomicetos. A população de actinomicetos ocorreu no solo principalmente como esporos, e as variações das relações esporos/hifas entre os solos não-rizosférico e rizosférico não foram significativas. Os resultados evidenciam que o cultivo da soja influenciou de forma diferenciada a população desses solos.The effect of soybean cultivation on the population dynamics of the bacterial community was evaluated in two "Cerrado" soils of São Paulo State, Brazil. The experimental areas, in the vicinities of the cities of São Carlos and Barretos, were previously cultivated, respectively, with Paspalum notatum and Brachiaria decumbens. The bacterial population densities in these soils varied from 398.1 x 10³ to 467.7 x 10³ cfu (colony forming units and from 123 x 10³ to 218.8 x 10³ cfu/g of dried soil, respectively, in São Carlos and Barretos soils. Soybean cultivation in both soils resulted in increments in the total bacterial population density, in the actinomycetes population, and in the bacterial population resistant to the antibiotics streptomycin and chloramphenicol. Actinomycetes were present in these soils mainly as spores. Soybean cultivation did not alter the actinomycetes spores/hyphae ratio when comparing rhizospheric and non-rhizospheric soils

  9. Estudo do solo-cimento-autoadensável produzido com solos da região do Porto-PT. PARTE II: avaliação da resistência e desempenho mecânico por meio da medição da resistividade elétrica e velocidade de propagação de ondas de ultrassom.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antônio Morais Alcantara

    2014-09-01

    Full Text Available (D.O.I.: 10.5216/reec.V9i1.29946 RESUMO: O artigo apresenta um estudo do solo-cimento autoadensável, sobre utilização da medição das propriedades relativas à resistividade elétrica e da velocidade de propagação de ondas de ultrassom, como meios de se buscar subsídios para esclarecer o processo de estabilização, bem como de se encontrar um meio indireto para a estimativa do valor da resistência e do desempenho mecânico. Para tanto, foi realizado um experimento a partir da utilização de um solo residual da região do Porto-Pt, cimento Portland, água, e aditivo de atuação estérica e eletrostática. A proporção dos materiais foi adotada a partir do peso seco do solo, conforme teores que variaram de 20, 25, e 30% de cimento, 41, 44 e 47% para a água, e 0,66, 0,80 e 0,93% para a variação do teor do superplastificante. Os ensaios no realizados no estado fresco procuraram seguir os protocolos de avaliação utilizados para os casos de argamassas e de concretos autoadensáveis; e, no estado endurecido, foram realizados os ensaios de resistência à compressão simples, resistência à flexão, e a avaliação dos valores da resistividade elétrica e da velocidade da propagação de ondas ultrassom. Os resultados indicaram haver aproximação entre o solo-cimento-auto-adensável e os concretos e argamassas; bem como, a variação dos valores da resistividade elétrica e da velocidade de propagação de ondas de ultrassom se apresentaram coerentes com a idade de cura e com os valores de resistência mecânica alcançados. ABSTRACT: The article presents a study of the soil-cement self-compacting, on the feasibility of using the measurement of the properties on the electrical resistivity and the speed of propagation of ultrasound waves as a means of seeking information to clarify the stabilization process as well as to find an indirect means for estimating the value of resistance and mechanical performance. Therefore, an experiment

  10. Caracterização faciológica e estratigráfica dos depósitos Flúvio-eólicos da Formação Pirambóia, permo-triássico da Bacia do Paraná, Oeste do Rio Grande

    OpenAIRE

    Adriana Damiani Rodrigues

    2015-01-01

    O objetivo principal desta dissertação é elaborar um arcabouço faciológico e estratigráfico para os depósitos flúvio-eólicos da Formação Pirambóia, Permo-Triássico da Bacia do Paraná, no bloco oeste do Estado do Rio Grande do Sul. O entendimento dos processos controladores da sedimentação e a relação entre os depósitos fluviais e eólicos foram fundamentais para estabelecer um modelo estratigráfico de alta resolução. A análise faciológica determinou 10 litofácies que foram agrupadas em seis as...

  11. DIVERSIDADE DE FORMIGAS (HYMENOPTERA: FORMICIDAE) DA SERRAPILHEIRA EM DIFERENTES SISTEMAS DE USO DO SOLO

    OpenAIRE

    Cantarelli,Edison Bisognin; Fleck,Marciane Danniela; Granzotto,Fabiane; Corassa,Janaína De Nadai; d'Avila,Marcia

    2015-01-01

    RESUMO Neste trabalho são listadas as espécies de formigas de serrapilheira encontradas em quatro ambientes localizados na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, a fim de verificar o impacto da ação antrópica realizada no meio rural. Para a coleta das formigas da serrapilheira foi utilizado o método do extrator de Winkler. Foram coletados 6.300 espécimes pertencentes a oito subfamílias, 18 tribos, 31 gêneros e 108 espécies. A floresta nativa possui a maior riqueza observada com 90 es...

  12. Avaliação da macroporosidade e da densidade de partículas do solo através da microtomografia de raios-x

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. Macedo

    1999-12-01

    Full Text Available A Ciência do Solo procura compreender e modelar os fenômenos ocorridos no solo, principalmente na zona não saturada. Como o entendimento de muitos desses fenômenos exige determinações em escalas que permitam incorporar aos modelos a variabilidade de poros e agregados, desenvolveu-se, na Embrapa Instrumentação Agropecuária, um tomógrafo de raios-X, de resolução micrométrica, com o objetivo de se obterem imagens, de forma não-destrutiva, de amostras de solo, com resolução espacial igual ou inferior a 100 μm. Foi possível projetar e construir um equipamento, de alta resolução, com baixo custo, comparativamente aos equipamentos comerciais disponíveis, cujos preços são proibitivos para aplicações em solo. Obtiveram-se imagens de amostras de solos com estrutura deformada, compostos por agregados de 212 a 250 μm, nos quais foram identificados poros medindo 100 μm ou menos. Poros dessas dimensões foram visualizados, também, em tomografias de amostras compostas de grãos de areia de 1 mm e capilares de vidro com diâmetros internos de 100, 200 e 300 μm. Tomografias de amostras não deformadas de solos evidenciaram, além de poros de 200 a 800 μm, partículas de alta densidade não-detectáveis com a tomografia de resolução milimétrica.

  13. Fenóis derivados da lignina, carboidratos e aminoaçúcares em serapilheira e solos cultivados com eucalipto e pastagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodinei Facco Pegoraro

    2011-04-01

    Full Text Available O cultivo de espécies florestais como o eucalipto em solos ocupados por pastagens pode levar a alterações no processo de decomposição de resíduos vegetais e na formação da matéria orgânica do solo (MOS, principalmente por alterar a contribuição de diferentes compostos orgânicos e modificar a atividade e a diversidade microbiana. Neste sentido, o presente estudo teve o objetivo de avaliar alterações causadas pelo cultivo do eucalipto em compostos orgânicos, tais como: fenóis derivados de lignina, carboidratos e aminoaçúcares, visando identificar o estádio de decomposição e a contribuição de compostos de origem microbiana para a MOS em solos do litoral Norte do Espírito Santo em comparação àqueles de pastagem. Os resultados indicaram menor aporte de carboidratos e teor de lignina similar na serapilheira de eucalipto em comparação àqueles da pastagem. Os fenóis derivados de lignina, que se caracterizaram pela presença de compostos do grupo cinamil (ácidos ferúlico e p-coumárico em maior teor, refletiram em maior acúmulo destes compostos e carboidratos totais no solo de pastagem, embora os teores totais de lignina, COT, NT e aminoaçúcares tenham sido semelhantes entre os cultivos. Nos solos cultivados com eucalipto obteve-se maior contribuição de componentes de origem vegetal (menor relação H/P para a MOS que aqueles de origem microbiana em comparação aos solos sob pastagem. O teor de determinados aminoaçúcares, como a glucosamina, nos solos indicou que os fungos são mais abundantes que bactérias e actinomicetos, especialmente no solo de pastagem.

  14. Atributos físicos, químicos e mineralógicos de solos da região das Várzeas de Sousa (PB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Corrêa M. M.

    2003-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve por objetivo caracterizar, física, química e mineralogicamente, os solos localizados nas várzeas de Sousa (Sertão da Paraíba, bem como verificar o efeito dos cátions alcalinos e alcalino-terrosos na estabilidade das substâncias húmicas. Procurou-se, ainda, identificar os critérios de distinção de ambientes utilizados pelos pequenos agricultores e as diferentes formas de uso dos solos da região estudada. Para isso, foram selecionados, amostrados e analisados perfis de solos das classes: Neossolo Flúvico, Luvissolo, Planossolo Nátrico e Vertissolo Cromado. Constatou-se que, além do sódio, o magnésio teve participação efetiva na dispersão de argila, principalmente nos Vertissolos. Os teores de Fe2O3 foram baixos em todos os perfis, com provável predomínio das formas menos cristalinas, identificadas pelas altas relações Feo/Fed. A mineralogia cálcio-sódica da fração silte é condizente com os teores, relativamente elevados, de cálcio, magnésio e sódio, sendo, provavelmente, o principal responsável por esses valores nos solos estudados. Na fração argila de todos os solos, foi observada a presença marcante da vermiculita/esmectita e ilita. Nos Vertissolos, o teor expressivo de ferro na fração argila revela, além da presença da hematita, a ocorrência de mineral 2:1 expansivo rico em ferro, sobretudo a nontronita. O pré-tratamento para eliminação de carbonatos (HCl 0,1 mol L-1, efetuado durante o fracionamento das substâncias húmicas, resultou em aumentos de 300 e 340 % para as frações ácidos húmicos e fúlvicos, respectivamente, e redução de 60 % na fração humina, evidenciando a participação de humatos e fulvatos de cálcio e de magnésio na estabilização da matéria orgânica.

  15. Efeito da umidade do solo sobre a capacidade de Canavalia ensiformis e Stizolobium aterrimum em remediar solos contaminados com herbicidas Effect of soil humidity on Canavalia ensiformis and Stizolobium aterrimum capacity of remediating soils contaminated by herbicides

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.F. Belo

    2007-01-01

    Full Text Available Objetivou-se, neste trabalho, avaliar os efeitos da umidade do solo sobre a capacidade de Canavalia ensiformis e Stizolobium aterrimum em remediar solos contaminados com os herbicidas tebuthiuron e trifloxysulfuron-sodium. O trabalho foi realizado em duas etapas, sendo na primeira avaliado o crescimento de C. ensiformis e S. aterrimum em solo com diferentes níveis de umidade, contaminados ou não com herbicidas. Os tratamentos foram compostos pela combinação entre os herbicidas tebuthiuron, trifloxysulfuron-sodium e ausência de herbicida, associados a quatro teores de água do solo (0,287, 0,358, 0,431 e 0,575 kg kg-1, dispostos em esquema fatorial 3 x 4, sob delineamento inteiramente casualizado, com três repetições, para cada espécie remediadora. Após o preparo do substrato e enchimento dos vasos, aplicou-se à superfície do solo o herbicida trifloxysulfuron-sodium ou tebuthiuron. Um dia após essa aplicação, procedeu-se à semeadura das espécies remediadoras. Nessa mesma época, utilizaram-se, como testemunha, vasos sem planta remediadora, porém com os mesmos níveis de umidade e com aplicação do herbicida mantido nas mesmas condições daqueles com plantas remediadoras, as quais foram colhidas 60 dias após semeadura. Nessa ocasião, foram avaliadas a altura e a massa seca da parte aérea (MSPA dessas espécies. Todo o material colhido foi triturado e incorporado ao solo dos seus respectivos vasos. Na segunda etapa, avaliou-se a capacidade remediadora de C. ensiformis e S. aterrimum. Os tratamentos foram compostos pela combinação entre quatro níveis de umidade e cinco tipos de cultivo prévio: cultivo de C. ensiformis e S. aterrimum na presença e ausência do herbicida e um tratamento sem cultivo prévio e com aplicação do herbicida, dispostos em esquema fatorial 4 x 5, sob delineamento inteiramente casualizado, com três repetições, para cada herbicida avaliado. Amostras de 0,5 kg de solo foram retiradas dos vasos (6

  16. Estoques de carbono e qualidade da matéria orgânica do solo em áreas cultivadas com cana-de-açúcar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana Signor

    2014-10-01

    Full Text Available A cana-de-açúcar é a principal cultura utilizada na produção de etanol biocombustível no Brasil e sua colheita pode ser feita com ou sem queima das folhas, aumentando ou diminuindo a emissão de gases do efeito estufa e a deposição de C no solo. Por meio deste trabalho, avaliou-se o efeito de sistemas de colheita de cana-de-açúcar (com e sem queima da palha, com um, três e seis anos após a última reforma do canavial sobre os teores e estoques de C no solo, a qualidade física da matéria orgânica e a imobilização de C na biomassa microbiana do solo. As áreas de colheita sem queima apresentaram maior teor de C na camada superficial e maiores estoques de C, independentemente do tempo após a última reforma. Diferenças na qualidade física da matéria orgânica ocorreram principalmente na fração com tamanho entre 53 e 75 µm, na qual a proporção de C foi maior nas áreas sem queima. Na camada de 0-10 cm, o sistema sem queima apresentou maior teor de C microbiano. A colheita sem queima da palha é eficiente em acumular C em formas que possuem alto tempo de residência no solo.

  17. AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE AMBIENTAL NA ÁREA DO ASSENTAMENTO SÃO JOAQUIM, SELVÍRIA/MS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Brugnolli Medeiros

    2014-03-01

    Full Text Available A análise da vulnerabilidade ambiental permite um diagnóstico sobre as fragilidades de uma bacia hidrográfica perante as diversas pressões exercidas sobre a mesma. Essa informação é favorável ao planejamento ambiental, pois possibilita identificar locais onde essas pressões exercidas têm potencial para causar uma maior degradação ambiental. Por isso a presente pesquisa teve como objetivo principal avaliar a vulnerabilidade ambiental na área do assentamento São Joaquim, localizado no município de Selvíria/MS, através do uso do geoprocessamento foi possível diagnosticar os locais onde a vulnerabilidade do solo é maior perante aos processos erosivos, a partir dos mapeamentos temáticos das características físicas como, declividade, solos, geologia, pluviosidade e uso da terra sendo feito o cruzamento entre estas variáveis através de pesos dados para cada característica. Através dos resultados obtidos, observou-se que de forma geral, a bacia obteve um grau de vulnerabilidade média elevada, abrangendo mais da metade de toda a área da bacia, mostrando que não é uma área muito vulnerável, mas é necessário este diagnostico, para apontar as fragilidade e potencialidades encontradas, para futuramente auxiliar em possíveis ações e novos estudos que ofereçam um melhor ordenamento à bacia, visando o aumento da qualidade de seus recursos naturais.

  18. SO DO SENSOR TM NA ESTIMATIVA DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE E MUDANÇA NO USO DO SOLO EM VIÇOSA, MG, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Coll Delgado

    2015-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a dinâmica nouso e cobertura da terra em área de abrangência de Viçosa, Minas Gerais. Para tanto, utilizou-se o algoritmo SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land e o método de classificação não supervisionada por meio do algoritmo ISODATA. Foi utilizada uma série históricade temperatura do ar (ºC, da Estação Meteorológica Convencional (EMC do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET e imagens do sensor TM Landsat 5 do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE, noperíodo que compreendeu 16 anos (1994-2010. Os resultados mostraram que nos anosde 1999, 2000, 2003, 2006, 2009 e 2010 mais de 20 mil hectares foram antropizadas, porém, a partir de 1999 inicia-se um acentuado crescimento das áreas classificadas como mata. Os valores demonstraram avanço das áreas antropizadas (58,92% em 1994 para 71,90% em 2010 e uma redução das áreas de pastagens (27,04% em 1994 para 5,90% em 2010. A temperatura da superfície estimada pelo algoritmo SEBAL para os anos de 1994 e 2010, apresentaram valores máximos de 38ºC em áreas antropizadas e valores mínimos de 18ºC em áreas de vegetação. Com base no cálculo do viés médio (VM, o presente estudo mostrou que os dados estimados da temperatura da superfície apresentaram boa correlação de 0,67 com os dados do INMET, já que as temperaturas foram subestimadas e superestimadas com valores mínimos e máximos de -3,83ºC e 2,65ºC em 1994 e 2003. Os resultados obtidos, ainda que em caráter preliminar, indicam a eficiência do Sensoriamento Remoto (SR por meio da análise das bandas refletivas e termal do satélite Landsat 5 como ferramenta de análise na identificação da dinâmica do uso do solo, mostrando-se eficaz quanto à espacialização dessas anomalias no espaço e no tempo.

  19. USO DO SENSOR TM NA ESTIMATIVA DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE E MUDANÇA NO USO DO SOLO EM VIÇOSA, MG, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Coll Delgado

    2013-11-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a dinâmica nouso e cobertura da terra em área de abrangência de Viçosa, Minas Gerais. Para tanto, utilizou-se o algoritmo SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land e o método de classificação não supervisionada por meio do algoritmo ISODATA. Foi utilizada uma série históricade temperatura do ar (ºC, da Estação Meteorológica Convencional (EMC do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET e imagens do sensor TM Landsat 5 do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE, noperíodo que compreendeu 16 anos (1994-2010. Os resultados mostraram que nos anosde 1999, 2000, 2003, 2006, 2009 e 2010 mais de 20 mil hectares foram antropizadas, porém, a partir de 1999 inicia-se um acentuado crescimento das áreas classificadas como mata. Os valores demonstraram avanço das áreas antropizadas (58,92% em 1994 para 71,90% em 2010 e uma redução das áreas de pastagens (27,04% em 1994 para 5,90% em 2010. A temperatura da superfície estimada pelo algoritmo SEBAL para os anos de 1994 e 2010, apresentaram valores máximos de 38ºC em áreas antropizadas e valores mínimos de 18ºC em áreas de vegetação. Com base no cálculo do viés médio (VM, o presente estudo mostrou que os dados estimados da temperatura da superfície apresentaram boa correlação de 0,67 com os dados do INMET, já que as temperaturas foram subestimadas e superestimadas com valores mínimos e máximos de -3,83ºC e 2,65ºC em 1994 e 2003. Os resultados obtidos, ainda que em caráter preliminar, indicam a eficiência do Sensoriamento Remoto (SR por meio da análise das bandas refletivas e termal do satélite Landsat 5 como ferramenta de análise na identificação da dinâmica do uso do solo, mostrando-se eficaz quanto à espacialização dessas anomalias no espaço e no tempo.

  20. Integrando SIG e USLE para mapeamento da perda de solo em área de proteção ambiental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Jorge Corrêa Magalhães Filho

    2014-04-01

    Full Text Available O uso de geotecnologias no planejamento ambiental tem sido instrumento amplamente utilizado. Nesse estudo utilizou-se de um Sistema de Informações Geográficas (SIG e da Linguagem Espacial para Geoprocessamento Algébrico (LEGAL para o processamento da Equação Universal de Perda de Solos (USLE, para avaliação dos processos erosivos em área de proteção ambiental. Embora a USLE tenha o objetivo quantitativo de estimar a perda anual média de solo por erosão hídrica, o trabalho utilizou-se de dados para mapeamento das áreas vulneráveis ao processo erosivo. O uso integrado de SIG com a USLE facilita o planejamento e a tomada de decisões na proposição de medidas adequadas no plano de manejo para promover a conservação da água e do solo em unidades de conservação ambiental.

  1. Soil structure degradation in patches of alfalfa fields Degradação da estrutura do solo em "patches" em pastagens de alfafa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Celeste Miretti

    2010-10-01

    Full Text Available Alfalfa (Medicago sativa is the basic forage resource for milk production in the flat Pampa of the Santa Fe Province of Argentina. However, the presence of microrelief with patches threatens the expansion of the area cultivated with alfalfa. The lower productivity in the patches is attributed to the inferior soil physical quality. The objectives of this study were to quantify indicators of soil physical quality and to establish the soil properties that would affect the alfalfa productivity in patches (PA and normal areas (NA. Additionally, the macro and micro nutrient contents in both areas were determined. The experiment was carried out on an Aquic Argiudoll. Eighteen sampling sites, nine in NA and nine in PA were established. At each site, undisturbed soil samples (5 × 5 cm cores were collected to measure soil bulk density (Bd, soil resistance to root penetration (PR, effective stress (σ, the water release curve and the least limiting water range (LLWR. Disturbed soil samples were also taken to determine macro and micronutrient contents, and particle size distribution. Non differences were detected for soil chemical properties between PA and NA. Aggregate size distribution indicated predominance of small aggregates in PA. Bd, PR and s were higher in PA than in NA, while the LLWR was narrower. Inadequate aeration under conditions of excessive soil moisture and inappropriate soil mechanical resistance when the soil is dry would affect alfalfa productivity. The overall results indicate that the soil physical quality in PA is lower than in NA.A alfafa (Medicago sativa é a pastagem básica na produção de leite na Pampa plana da Província de Santa Fe da Argentina. Entretanto, a presença de microrelevo com "patches" (áreas de menor produção ameaça a expansão da cultura. A menor produtividade nos "patches" foi atribuída â inferior qualidade física do solo. Avaliaram-se indicadores de qualidade física do solo e estabeleceram-se as

  2. Cobertura do solo e degradação de pastagens em área de domínio de Chernossolos no sul da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    O. V. Costa

    2000-12-01

    Full Text Available O presente trabalho, realizado nos municípios de Itapé e Itaju do Colônia, os quais se encontram insertos na região econômica Litoral sul do estado da Bahia, teve por objetivo caracterizar um ambiente pastoril, dando ênfase a solos e sua cobertura natural, com a finalidade de mensurar e avaliar a degradação de pastagens. Essas áreas encontram-se em domínio de Chernossolos, em ambientes onde houve substituições de floresta nativa e cacau, cultivado em cabruca, por pastagens de capim Panicum maximum, cv. colonião e sempre-verde, cultivadas há vários anos em sistemas caracterizados como bem e mal manejados. Para isso, aplicou-se um método para análise da cobertura do solo, utilizando as unidades de amostragem de linhas e pontos em conjunto, monitorado pela caracterização química e física do solo. As amostras foram coletadas em trincheiras localizadas no topo, na meia-encosta e na baixada, em morros com conformações semelhantes. Verificou-se que a mudança de ambiente levou a alterações físicas e químicas do solo, tais como: diminuição nos valores de soma de bases, na capacidade de troca de cátions e, conseqüentemente, no grau de saturação por bases; diminuição nos teores de carbono orgânico total e aumento na densidade do solo e, em conseqüência, redução na quantidade total de poros, principalmente nas primeiras camadas do horizonte A, decorrente das exigências dos processos de conversão da floresta em pastagem. As amostragens realizadas por meio de linhas e pontos foram eficientes, uma vez que proporcionaram subsídios para a avaliação do nível de degradação, revelando que, ao longo dos anos, as pastagens mal conduzidas sofrem mudanças (sucessão de gramíneas, aumento na incidência de espécies espontâneas e de solo descoberto, dentre outras que comprometem a sustentabilidade das pastagens da região.

  3. Fish community structure of Juramento reservoir, São Francisco River basin, Minas Gerais, Brazil Estrutura da comunidade de peixes do reservatório de Juramento, bacia do Rio São Francisco, Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André R. M. Silva

    2006-09-01

    Full Text Available Many rivers in Brazil as the São Francisco (SFR have been impounded for reservoirs construction purposes. However, there is a lack of knowledge on their fish fauna in many areas, including headwaters. The present study aimed to describe the fish community structure from Juramento reservoir, located on Juramento River, a branch of SFR basin. Six bimonthly samplings were made in four different sites. Gill and cast nets, beach seines and sieves were used to collect fish. Ecological indexes as well as the relationship between fish abundance and some limnological variables were determined. 3288 fish belonging to 33 species (16.5% of the total described for SFR basin were captured, being 75.7% Characiformes, 18.1% Siluriformes, 3% Cyprinodontiformes and 3% Gymnotiformes. Only two non-native species, 'tamboatá' - Hoplosternum littorale (Hancock, 1828 and 'trairão' - Hoplias lacerdae Ribeiro, 1908 were found. The highest catches in number occurred in the dry period (March-October and the lowest one in the wet season (November-February. Diversity was higher at Barragem station and richness did not vary between reservoir zones. Five migratory species were found downstream of the dam (four exclusively there, whereas only the 'curimbatá-pioa' - Prochilodus costatus Valenciennes, 1850 occurred in the reservoir. The low observed correlations between fish abundance and the limnological variables utilized suggest that the local fish fauna is not strongly affected by their variation.No Brasil, vários rios, como os da bacia do São Francisco (RSF, são barrados para a formação de reservatórios. Entretanto, o estudo desta ictiofauna, especialmente a dos rios de cabeceira, ainda deixa a desejar. O presente estudo descreveu a estrutura da ictiofauna do reservatório de Juramento, Rio Juramento, bacia do RSF. Foram realizadas seis coletas bimestrais em quatro locais empregando-se redes de emalhar, tarrafas, arrastões e peneiras. Foram determinados

  4. Comparação de soluções extratoras de ferro e manganês em solos da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigues Maria do Rosário Lobato

    2001-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi comparar soluções extratoras (Mehlich 1, Mehlich 3, DTPA-TEA de ferro e manganês em solos representativos da Região Amazônica. Foram determinadas as correlações desses micronutrientes nos solos com os teores e conteúdos na matéria seca da parte aérea de plantas de arroz de três cultivos sucessivos. Aplicou-se a técnica do diagnóstico por subtração, em delineamento em blocos casualizados com parcelas subdivididas. Foram utilizados os solos Podzol, Podzólico Amarelo, Podzólico Vermelho-Amarelo, Latossolo Amarelo, Latossolo Húmico e Aluvial, sob oito tratamentos: controle, completo e com omissão de um dos micronutrientes B, Cu, Fe, Mn, Mo e Zn. Osmicronutrientes e a calagem foram aplicados somente antes do primeiro cultivo. A primeira colheita foi realizada aos 58 dias, a segunda aos 68 e a terceira aos 70 dias após a emergência das plântulas. A solução extratora Mehlich 3 apresentou a maior correlação com o teor de micronutrientes na planta. O melhor coeficiente de determinação foi observado entre as soluções Mehlich 1 e Mehlich 3 quanto aos teores de Fe extraídos dos solos Podzol, Aluvial e Podzólico Vermelho-Amarelo. Com relação ao Mn trocável, os três extratores mostraram-se eficientes na determinação do elemento nos diferentes solos, apresentando coeficientes de determinação significativos entre si.

  5. Valores de referência local e avaliação da contaminação por zinco em solos adjacentes a áreas mineradas no município de Vazante-MG

    OpenAIRE

    Borges Júnior,Meubles; Mello,Jaime Wilson Vargas de; Schaefer,Carlos Ernesto G. R.; Dussin,Tânia Mara; Abrahão,Walter Antônio Pereira

    2008-01-01

    A contaminação dos solos por metais pesados é um problema atual que requer abordagem adequada, tendo em vista as necessidades da sociedade moderna. Em áreas de mineração, a avaliação da contaminação de solos constitui ferramenta importante para o gerenciamento de áreas degradadas. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de estabelecer valores de referência local (VRL) para Zn em solos adjacentes a áreas mineradas no município de Vazante-MG, tendo em vista avaliar a contaminação ambienta...

  6. Efeitos da irrigação nas características químicas e físicas do solo e no desenvolvimento da cultura do trigo (Triticum aestivum L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edgard Jardim Rosa Junior

    2009-09-01

    Full Text Available Os benefícios proporcionados pela irrigação às plantas têm sido sistematicamente comprovados, no entanto podem surgir algumas modificações nas características químicas e físicas do solo, afetando-as de forma “negativa”. Estas modificações são mencionadas por vários pesquisadores, retratando o impacto das gotas de chuva sobre as perdas de solo, seja pelo efeito desagregador no solo ou de intensificar a eluviação de partículas minerais de solo, principalmente as de menores diâmetros. Com base neste enfoque, analisou-se, neste trabalho, o efeito da irrigação nas alterações das características químicas e físicas do um Latossolo Vermelho Distroférrico e no desenvolvimento da cultura do trigo (Triticum aestivum L.. Os resultados obtidos permitiram as seguintes conclusões: o fornecimento de água pela irrigação promoveu a degradação mais rápida da matéria orgânica do solo em relação aos tratamentos de sequeiro; a irrigação causou a diminuição do teor de magnésio no solo; e a altura dasplantas foi influenciada positivamente com a irrigação.

  7. Efeito residual da escória de siderurgia como corretivo de acidez do solo na soqueira de cana-de-açúcar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Prado R. M.

    2003-01-01

    Full Text Available A escória de siderurgia, como material corretivo e efeito residual prolongado, pode beneficiar culturas de ciclo longo, a exemplo da cana-de-açúcar, minimizando a queda de produção ao longo do ciclo produtivo. Este trabalho objetivou avaliar diferentes níveis de saturação por bases, utilizando, como corretivo do solo, a escória de siderurgia, comparando-a com calcário calcítico, nas alterações de alguns atributos químicos do solo, bem como na resposta da soqueira da cana-de-açúcar. Para isto, realizou-se um experimento com a variedade SP 80-1842, durante o terceiro e o quarto corte, nos anos agrícolas 2000/01 e 2001/02. Os tratamentos, dispostos em blocos casualizados, em esquema fatorial com quatro repetições, constaram de duas fontes de corretivos, calcário calcítico e escória de siderurgia, e quatro níveis de correção, estimados pelo método da saturação por bases (V %: testemunha (sem correção e com correção para V % de 50; 75 e 100, tendo sido tais corretivos aplicados na época do plantio da cana-de-açúcar. O calcário calcítico e a escória de siderurgia promoveram efeito residual benéfico, após 48 meses da aplicação, na correção da acidez do solo e na elevação do valor da saturação por bases; a maior dose de calcário causou efeito depressivo no perfilhamento, no número de colmos industrializáveis e na produção da cana-de-açúcar, fato não observado com uso da escória de siderurgia; a aplicação da escória de siderurgia e do calcário, em pré-plantio, promoveu efeito residual positivo na produção da soqueira de cana-de-açúcar.

  8. POTENCIAL DE INÓCULO MICORRÍZICO E IMPORTÂNCIA DO COMPRIMENTO DO MICÉLIO PARA A AGREGAÇÃO DE SOLOS DE AMBIENTE FLUVIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseane Gabriele Kryzozun Ribeiro Rubin

    2015-02-01

    Full Text Available Os fungos micorrízicos arbusculares (FMAs desempenham importante papel nos ecossistemas naturais pelo seus impactos na nutrição vegetal e estrutura do solo. O objetivo deste estudo foi determinar o potencial do inóculo micorrízico e a relação do comprimento do micélio micorrízico (CMM dos FMAs na agregação de solos de ambientes fluviais. Foram realizadas coletas em áreas de ambiente fluvial da bacia hidrográfica do rio Itajaí-Açu, entre os municípios de Gaspar e Navegantes, em Santa Catarina. Oito áreas foram amostradas em três classes de solos, sendo elas: Cambissolo (C, Gleissolo (G e Organossolo (O. Nos solos coletados, foram avaliadas as seguintes variáveis: potencial de inóculo micorrízico, número de esporos, CMM e análise dos atributos físicos e químicos do solo. A porcentagem de colonização micorrízica da Brachiaria brizantha no ensaio do potencial de inóculo variou de 13,8 a 55,3 % e nenhum padrão foi observado de acordo com a classe de solo. O CMM no solo variou de 10,48 a 44,67 mg g-1. O número de esporos em 100 cm3 de solo variou de 2,4 a 80. Foi observada correlação negativa entre o CMM e a proporção de macroagregados estáveis em água e correlação positiva entre CMM com microagregados. Este trabalho demonstrou que os solos da bacia do rio Itajaí-Açu possuem potencial de inóculo micorrízico suficiente para iniciar a colonização das raízes das plantas em curto período de tempo, o que pode ser importante facilitador no crescimento de espécies arbóreas usadas no processo de recuperação desses ambientes.

  9. Caracterização de solos com a chernozêmico na Zona da Mata norte do estado de Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. S. S. Miranda

    1999-03-01

    Full Text Available O presente trabalho, realizado, em 1995, no município de Nazaré da Mata, teve como objetivo caracterizar morfológica, física, química, mineralógica e micromorfologicamente perfis com horizonte A chernozêmico na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Foram descritos morfologicamente e coletados três perfis de solo com horizontes A chernozêmico, pertencentes às seguintes classes: Solo Litólico, Brunizém Avermelhado e Podzólico Vermelho-Amarelo, e realizadas análises físicas, químicas (incluindo quantificação das frações húmicas, mineralógicas e pedográficas. Os atributos pedológicos e as condições ambientais permitiram estabelecer a hipótese de que os horizontes superficiais têm sua formação ligada a interações de clima e vegetação, haja vista que, apesar das condições tropicais chuvosas, esses solos mantêm boa reserva química, provavelmente, graças à ocorrência de uma estação mais seca, que se estende por 5 meses, a qual provoca a queda das folhas e reduz a lixiviação de bases, conferindo, assim, significativa incorporação do material orgânico. Tal reserva química parece contribuir para a preservação da mica (biotita nesses horizontes, a qual, ante as condições tropicais chuvosas, degradar-se-ia. Entretanto, a riqueza química da solução do solo refrearia o processo intempérico, na medida em que a existência do potássio na solução circundante às partículas sólidas minerais não ocasionaria a retirada do referido elemento da estrutura cristalina da biotita. Dessa feita, tal mineral se mantém preservado no ambiente pedológico. Qualitativamente, as diferenças observadas nas frações húmicas mostram-se decorrentes da influência da erosão, sendo encontrados maiores valores de frações menos resistentes no perfil mais erodido (Solo Litólico. Os horizontes subsuperficiais, por sua vez, são caracterizados, inicialmente, por um processo de formação de argila in situ, sendo compostos de

  10. INFLUÊNCIA DA CARCINICULTURA SOBRE A SALINIZAÇÃO DO SOLO EM ÁREAS DO MUNICÍPIO DE GUAMARÉ/RN.

    OpenAIRE

    Ferreira, Douglisnilson de Moraes; de Melo, Jailson Vieira; Costa Neto, Leão Xavier da

    2008-01-01

    O município de Guamaré está localizado no litoral norte do Rio Grande do Norte, na microrregião de Macau, com uma área territorial de 259 km2 e população de aproximadamente 9700 habitantes (IBGE, 2006). Apresenta acentuada instabilidade morfológica ocasionada, principalmente, pela influência de atividades antrópicas como a carcinicultura e salineira. Essas atividades vêm gerando hipersalinidade residual do solo e da água, fator pelo qual, atualmente, praticamente toda a água dos mananciais da...

  11. Uso da radiação solar pelo milho sob diferentes preparos do solo, espaçamento e disponibilidade hídrica

    OpenAIRE

    KUNZ, J.H.; BERGONCI, J.I.; BERGAMASCHI, H.; DALMAGO, G.A.; HECKLER, B.M.M.; COMIRAN, F.

    2008-01-01

    O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de interceptação e de uso da radiação fotossinteticamente ativa (RFA) pela cultura do milho em diferentes sistemas de manejo do solo, arranjos de plantas e disponibilidade hídrica. O milho foi cultivado em plantio direto e preparo convencional, na combinação com duas disponibilidades hídricas (irrigado e sequeiro) e espaçamentos de 40 e 80 cm entre fileiras de plantas. Em cada tratamento, foram instalados sensores para medida da RFA transmiti...

  12. Variação da Cobertura do Solo no Pantanal de 2000 a 2015 por Sensoriamento Remoto com Software e Dados Gratuitos

    OpenAIRE

    Poliana Neves Peres; Camila Leonardo Mioto; José Marcato Junior; Antonio Conceição Paranhos Filho

    2016-01-01

    Devido à grande importância ambiental e diante do avanço das atividades agropastoris no Pantanal, o presente estudo tem como objetivo analisar as modificações ocorridas na cobertura do solo na região, considerada uma das áreas mais ricas em biodiversidade do planeta. O trabalho justifica-se na relevância da preservação do Pantanal, já que este desempenha papel importantíssimo na manutenção de tal biodiversidade. Sendo a pecuária a base da economia local, e sabendo que é a atividad...

  13. Modelagem geoestatística da distribuição de carbono do solo e biomassa de herbáceas em sistema silvopastoril.

    OpenAIRE

    Marystella Duarte Correia

    2013-01-01

    Estudos de algumas regiões semiáridas têm apontado o efeito benéfico de certas espécies de árvores em sistemas silvopastoris, por promoverem a formação de fertilidade do solo e aumentarem a sustentabilidade da produtividade agrícola. Neste trabalho, foram selecionadas três espécies arbóreas encontradas em pastagens de Capim buffel (Cenchrus ciliaris), juazeiro (Zyziphus joazeiro), umbuzeiro (Spondias tuberosa) e algaroba (Prosopis juliflora) da caatinga, bioma exclusivamente brasileiro,...

  14. A bacia hidrográfica do Tietê/Jacaré: estudo de caso em pesquisa e gerenciamento The Tietê/Jacaré watershed: a case study in research and management

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Galizia Tundisi

    2008-01-01

    Full Text Available A bacia do Tietê/Jacaré é uma das 22 Unidades de Gestão de Recursos Hídricos (Ugrhis do Estado de São Paulo. Um estudo desenvolvido de 2005 a 2007 detalhou as principais características dessa bacia hidrográfica, os usos do solo, a cobertura vegetal, as fontes pontuais e não-pontuais de eutrofização e contaminação e as vulnerabilidades da bacia, que conta com 34 municípios e uma população de 1.200.000 habitantes. A montagem de um banco de dados com as informações ecológicas, hidrológicas, climatológicas e econômicas possibilitou estabelecer um programa de planejamento e gestão baseado em vulnerabilidades da bacia hidrográfica, impactos das mudanças globais e futuras perspectivas para a gestão dos recursos hídricos. Um índice de qualidade da bacia hidrográfica foi desenvolvido com a finalidade de apoiar o planejamento de longo prazo e a gestão de águas superficiais e subterrâneas.The Tietê/Jacaré watershed is one of the units of management of water resources of São Paulo State. São Paulo State has 22 units of management of water resources. A study on the characteristics of the watershed and an evaluation of its environmental situation was carried out from 2005 to 2008. With a population of 1.200.000 inhabitants distributed in 34 towns and an economic activity predominantly agribusiness and industrial activities, this watershed has an extensive hydrographic network, sufficient water resources and intense economic activity. The study considered soil uses; vegetation cover; water quality of rivers, reservoirs, underground waters, erosion processes, vulnerability of the aquatic biota to eutrophication and contamination. With the ecological, hydrological, ecological and economic data, a data bank was established and a management plan with scenarios, perspectives and integration of planning with future activities was developed. An index of watershed quality was developed as a basis for this planning and management

  15. Florística e estrutura do componente arbustivo-arbóreo de uma floresta higrófila da bacia do rio Jacaré-Pepira, SP, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marques Márcia C. M.

    2003-01-01

    Full Text Available As florestas higrófilas são formações ribeirinhas caracterizadas por ocorrerem em solo permanentemente encharcado e restritas a pequenos fragmentos junto a outros tipos vegetacionais. Neste trabalho caracterizaram-se a florística e a estrutura do componente arbustivo-arbóreo (plantas com DAP>5cm de uma área de 0,36ha de floresta higrófila localizada em Brotas (48º06'W 22º16'S, 470m.s.m., Estado de São Paulo, usando-se método de parcelas (total de 24 parcelas. No total foram amostrados 735 indivíduos, distribuídos em 32 famílias e 51 espécies. As espécies que se destacaram na comunidade devido aos elevados valores de importância foram Calophyllum brasiliense Camb., Protium almecega L. Marchand, Podocarpus sellowii Klotzch., Tapirira guianensis Aubl. e Dendropanax cuneatum DC. Decne. & Planch. O índice de diversidade de Shannon foi igual a 2,81, valor pouco superior aos descritos para florestas semelhantes. Na comunidade, as espécies generalistas com relação ao encharcamento do solo e as de solo drenado contribuíram na riqueza total (juntas 62% do total de espécies amostradas, enquanto as espécies de solo encharcado tiveram maior contribuição na composição da dominância (66% da dominância total e densidade (67% da densidade total relativas. A diversidade de situações topográficas e a entrada de espécies da vegetação do cerrado adjacente permitiram que espécies com diferentes exigências hídricas se estabelecessem na área relativamente pequena da floresta e influenciaram fortemente a florística e estrutura da comunidade.

  16. Análise da qualidade da água superficial do Rio Subaé, Bahia e influência do uso e ocupação do solo em seu entorno

    OpenAIRE

    Santos, Leila Thaíse Santana de Oliveira

    2013-01-01

    A bacia do rio Subaé (BRS), cuja nascente localiza-se em Feira de Santana-BA e sua foz na Baía de Todos os Santos, apresenta sérios impactos ambientais nos seus principais cursos d’água decorrentes do despejo de efluentes domésticos e industriais, atividades agropecuária e extrativista. O presente estudo teve como objetivo realizar análise dos processos físico-químicos e microbiológico da água superficial no trecho ainda não estudado ao longo do canal principal do rio Subaé e análise dos proc...

  17. Tamanho da subamostra e representatividade da fertilidade do solo no sistema plantio direto Subsample size and soil fertility representativity in the no tillage system

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jairo André Schlindwein

    2002-12-01

    Full Text Available Os corretivos e fertilizantes, quando aplicados de forma localizada, mantêm-se ao longo das linhas de cultivo no sistema plantio direto. Isto se reflete no aumento da variabilidade horizontal dos atributos químicos do solo, causando dificuldades para a coleta de amostras representativas do seu estado de fertilidade. Este trabalho foi desenvolvido em dois estudos, em solos cultivados no sistema plantio direto. O primeiro foi com objetivo de relacionar o tamanho da amostra e a variabilidade de fósforo e potássio disponíveis. Para isto, amostrou-se o solo de um experimento e de uma lavoura, em diferentes tamanhos de subamostras e camadas, em Latossolo Vermelho com adubação a lanço. O segundo estudo foi conduzido para testar a eficiência de equipamentos de amostragem com diferentes tamanhos, através da variabilidade dos atributos de fertilidade do solo e o seu efeito no número de subamostras para compor uma amostra composta, dentro de determinados limites de precisão. Para isto, amostraram-se duas lavouras em Latossolo Vermelho, na profundidade de 0-10cm, com trado de rosca e pá de corte; esta no tamanho de 5/10cm (espessura/largura na lavoura de adubação a lanço e 5cm pela largura da entrelinha na lavoura de adubação em linha. As amostras retiradas com trado de rosca apresentaram menores teores de matéria orgânica e potássio disponível na lavoura de adubação em linha e de fósforo disponível em ambos os modos de adubação. Nesta situação, também ocorreu maior variabilidade e, consequentemente, necessidade de coletar um maior número de subamostras para representar o estado de fertilidade no sistema plantio direto. Amostras com 5/10cm (espessura/largura, foram eficientes para representar o estado de fertilidade do solo com adubação a lanço no sistema plantio direto.Fertilizers and lime, when applieds on surface to soil or along crop rows in the no tillage system, increase its residual effect. This results in an

  18. Soil erosion fragility assessment using an impact model and geographic information system Avaliação da fragilidade à erosão do solo por meio de um modelo de impacto e sistema de informações geográficas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alberto Blanco Jorge

    2009-10-01

    Full Text Available A study was taken in a 1566 ha watershed situated in the Capivara River basin, municipality of Botucatu, São Paulo State, Brazil. This environment is fragile and can be subjected to different forms of negative impacts, among them soil erosion by water. The main objective of the research was to develop a methodology for the assessment of soil erosion fragility at the various different watershed positions, using the geographic information system ILWIS version 3.3 for Windows. An impact model was created to generate the soil's erosion fragility plan, based on four indicators of fragility to water erosion: land use and cover, slope, percentage of soil fine sand and accumulated water flow. Thematic plans were generated in a geographic information system (GIS environment. First, all the variables, except land use and cover, were described by continuous numerical plans in a raster structure.The land use and cover plan was also represented by numerical values associated with the weights attributed to each class, starting from a pairwise comparison matrix and using the analytical hierarchy process. A final field check was done to record evidence of erosive processes in the areas indicated as presenting the highest levels of fragility, i.e., sites with steep slopes, high percentage of soil fine sand, tendency to accumulate surface water flow, and sites of pastureland. The methodology used in the environmental problems diagnosis of the study area can be employed at places with similar relief, soil and climatic conditions.A área de estudo, com 1566 ha, abrange uma microbacia hidrográfica, posicionada em local de relevo em contato reverso-frente de cuesta-depressão periférica paulista, inclusa na Bacia do Rio Capivara, no município de Botucatu, Estado de São Paulo. Esse ambiente é frágil, podendo sofrer diferentes formas de impactos negativos, dentre as quais a erosão hídrica do solo. O objetivo principal foi desenvolver uma metodologia, com aux

  19. \\"Descrição morfológica e posição filogenética de um anuro novo (Lissamphibia, Tetrapoda) do Cretáceo Superior Continental do Brasil (Formação Adamantina, Bacia Bauru) do Município de Marília, (SP)\\"

    OpenAIRE

    Alberto Barbosa de Carvalho

    2006-01-01

    O registro fossilífero de anuros mesozóicos é raro na maioria das bacias sedimentares do mundo. Na América do Sul, esses registros são ainda mais escassos, principalmente no Brasil. Das ocorrências deste grupo nas bacias sedimentares brasileiras, são conhecidos Arariphrynus placidoi Leal e Brito 2006, do Cretáceo Inferior da Bacia do Araripe, e Baurubatrachus pricei Báez e Peri, 1989, Cretáceo Superior da Bacia Bauru. A Bacia Bauru (sensu Fernandes & Coimbra, 1996) teve o início de sua depos...

  20. Flora arbórea da bacia do rio Tibagi (Paraná, Brasil: Celastrales sensu Cronquist Tree flora of the Tibagi river basin (Paraná, Brazil: Celastrales sensu Cronquist

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Augusto Gorne Viani

    2007-06-01

    Full Text Available Este trabalho estudou, por meio de coleções de herbários, os representantes arbóreos da ordem Celastrales sensu Cronquist, encontrados na bacia do rio Tibagi, estado do Paraná, Brasil. Esta bacia hidrográfica, subdividida em três zonas de norte para sul, baixo Tibagi (BT, médio Tibagi (MT e alto Tibagi (AT, apresenta diferentes condições ambientais e tipos de vegetação ao longo de sua extensão. A ordem Celastrales está representada na bacia estudada por 15 espécies arbóreas, pertencentes às famílias Aquifoliaceae, Celastraceae e Icacinaceae. Icacinaceae conta com apenas duas espécies, Citronella gongonha e C. paniculata, sendo a primeira distinta pelo ovário glabro e folhas geralmente com espinhos. Aquifoliaceae contém seis espécies: Ilex brasiliensis, I. brevicuspis, I. chamaedryfolia, I. dumosa, I. paraguariensis e I. theezans, que ocorrem preferencialmente no AT e MT e se distinguem pela dimensão, revestimento, ápice e margem da folha e pela morfologia das sépalas. Celastraceae está representada por sete espécies pertencentes a dois gêneros, Plenckia populnea, espécie de cerrado, encontrada apenas no MT e seis espécies de Maytenus (M. aquifolia, M. dasyclada, M. evonymoides, M. ilicifolia, M. robusta e M. salicifolia, com distinção baseada principalmente no tipo de margem e dimensão das folhas, forma do ramo e número de flores por inflorescência.A study of the tree species of the order Celastrales sensu Cronquist from the Tibagi river basin, Paraná state, Brazil, is presented, based on herbarium material. This basin is subdivided into three zones, from north to south: lower Tibagi (BT, mid Tibagi (MT and upper Tibagi (AT, each with different environmental conditions and vegetation types. The order Celastrales is represented in the basin by 15 tree species belonging to three families: Aquifoliaceae, Celastraceae and Icacinaceae. Icacinaceae has only two species, Citronella gongonha and C. paniculata. The

  1. Propriedades de solos sob vegetação nativa em Minas Gerais: distribuição por fitofisionomia, hidrografia e variabilidade espacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alba Lucia Araujo Skorupa

    2012-02-01

    Full Text Available A distribuição das formações vegetais nativas depende dos fatores de formação do solo, entre outros aspectos. Dessa forma, solos sob vegetação nativa podem informar muito sobre uma região e sua fertilidade natural, constituindo um testemunho das condições encontradas antes da ocupação agrossilvopastoril. O objetivo deste estudo foi avaliar propriedades químicas e textura dos solos sob fragmentos de Cerrado e florestas nativas amostrados durante o Inventário Florestal de Minas Gerais, por meio de análises de fertilidade do solo, textura e estatística espacial. Em geral, houve grande variabilidade em todas as propriedades analisadas, exceto em Al trocável. Os solos sob Campo Cerrado apresentaram maiores teores de matéria orgânica, comparados aos sob Cerradão e Cerrado stricto sensu. As Florestas Estacionais ocorreram, em geral, em solos de melhor fertilidade natural do que aqueles sob Cerrado, enquanto as florestas sob clima chuvoso ocorreram nos solos mais ácidos e com maiores teores de matéria orgânica, entre todas as fitofisionomias. Análises de regressão linear indicaram que a importância da matéria orgânica na CTC a pH 7,0 variou entre as diferentes fitofisionomias, sendo não significativa para as Florestas Deciduais. A estratificação por bacias hidrográficas, interpretada em conjunto com a fitofisionomia, permitiu também concluir sobre um provável efeito dos materiais de origem nas propriedades do solo, especialmente a textura. Por meio de análise geoestatística, foi possível construir, por krigagem ordinária, mapas do Estado com a distribuição de teores de carbono orgânico do solo, argila e pH, mas não para CTC a pH 7,0. A análise de solos sob fragmentos de vegetação nativa oferece potencial para uso como referência do padrão de fertilidade natural dos solos e é uma iniciativa que poderia ser empreendida em outras unidades da federação.

  2. TAXAS DE RECUPERAÇÃO DE BORO POR EXTRATORES EM SOLOS DA BAHIA E DE MINAS GERAIS, NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE CALAGEM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Augusto dos Santos Neto

    2015-08-01

    Full Text Available As informações referentes às taxas de recuperação do boro pelo extrator em razão das doses adicionadas são escassas e necessárias para os sistemas de recomendação de adubação e corretivos. Esta pesquisa teve o objetivo de determinar as taxas de recuperação desse nutriente com água fervente e CaCl2 fervente em solos dos Estados da Bahia e Minas Gerais, na ausência e na presença de calagem. O experimento foi instalado em casa de vegetação, utilizando tratamentos em esquema fatorial (6 × 2 + 9 × 6, correspondendo a seis solos com e sem calagem, nove solos sem calagem e seis doses de B. Utilizaram-se blocos casualizados, com três repetições. As unidades experimentais foram constituídas por 0,6 dm3 de solo. A calagem foi calculada com base na análise de solo, seguindo a recomendação de calagem usada para o Estado de Minas Gerais. Após 15 dias de incubação, os solos receberam doses de B (0,0; 1,5; 3,0; 6,0; 9,0; e 15 mg dm-3, fazendo-se uma nova incubação por um período de 45 dias. Usou-se ácido bórico como fonte de B. Terminada a incubação, o teor de B disponível foi extraído com água fervente e CaCl2 5 mmol L-1 fervente, sendo a dosagem feita com azometina-H. Foram feitas análises de regressão e correlação para as diversas variáveis. O B extraído do solo com água fervente e o CaCl2 fervente, independentemente da calagem, aumentou linearmente com a elevação das doses aplicadas desse nutriente aos solos. Os extratores água fervente e o CaCl2fervente não são sensíveis à calagem. As taxas de recuperação de B dos solos pelos extratores usados variam de acordo com os teores de matéria orgânica, a quantidade e qualidade de argila e pelo equivalente de umidade. Os extratores utilizados foram altamente correlacionados entre si na extração do B do solo.

  3. Experiência sobre o efeito da cobertura do solo na produção do morangueiro Effect of soil covering on strawberry yield

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leocádio de Souza Camargo

    1973-01-01

    Full Text Available São apresentados os resultados de experiência realizada em 1969, no Centro Experimental de Campinas, em Latossolo Vermelho-Amarelo, série Barão, sobre o efeito da cobertura do solo na produção de morangueiro (Fragaria híbridos. Estudaram-se a produção total do ano, de junho a dezembro, e a parcial dos primeiros meses de colheita, junho a julho, quando é maior o valor do produto. A variedade utilizada foi a Campinas IAC-2712, a mais cultivada no Estado de São Paulo. O delineamento do ensaio foi o de blocos ao acaso, com oito tratamentos e cinco repetições. As coberturas do solo foram as seguintes: plástico preto, com 0,0762 mm de espessura, e cobertura morta, da qual experimentaram-se as seguintes: casca de arroz, restos de plantas de arroz picados, capim-favorito (Rhynchelitrum roseum picado e seco, bagaço de cana-de-açúcar picado, restos de madeira de marcenaria picados. Foram estudados mais dois tratamentos, sem cobertura do solo: a com escarificação do solo até cerca de dois centímetros de profundidade, cada 14 dias, para facilitar a penetração de água de irrigação; b sem escarificação do solo. A cobertura do solo aumentou sensivelmente a produção total, além de evitar que os frutos se sujassem de terra. Considerando a produção total, os tratamentos com cobertura morta não diferiram entre si; o tratamento com plástico preto e aquele sem cobertura do solo, porém escarificado cada 14 dias, não diferiram entre si, mas foram inferiores a todos os outros tipos de cobertura morta (Tukey 5%. O tratamento com plástico preto foi superior somente ao tratamento sem cobertura do solo e sem escarificação (Tukey 5%. Quanto à produção parcial, precoce, os tratamentos com qualquer tipo de cobertura do solo não diferiram entre si, mas essa diferença foi altamente significativa sobre os tratamentos sem cobertura do solo (Tukey 1% .This paper presents the results obtained in 1969 at the Centro Experimental de

  4. Manejo da fertirrigação e controle da salinidade do solo sob ambiente protegido, utilizando-se extratores de solução do solo Fertigation management and soil salinity control in a protected ambient using soil solution extractors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nildo da S. Dias

    2005-12-01

    Full Text Available Com o objetivo de avaliar o uso de extratores de soluções do solo no auxílio ao manejo da fertirrigação e no controle da salinidade em solo cultivado com melão rendilhado, conduziu-se um estudo em ambiente protegido na área experimental do Departamento de Engenharia Rural da ESALQ/USP, localizada no município de Piracicaba, SP. Os tratamentos se compunham da combinação de dois fatores: 6 níveis de salinidade inicial do solo (S1 = 1,0; S2 = 2,0; S3 = 3,0; S4 = 4,0; S5 = 5,0 e S6 = 6,0 dS m-1 e dois manejos de fertirrigação: tradicional e com controle da condutividade elétrica da solução do solo. Procedeu-se à salinização inicial do solo por meio da aplicação de soluções salinas preparadas a partir de fertilizantes, em que a quantidade de sais a ser adicionada foi determinada tomando-se por base uma curva de salinização artificial, obtida previamente em laboratório. Os resultados mostraram que, com o uso de extratores de solução do solo, pode-se monitorar a concentração iônica da solução do solo, com precisão satisfatória. A salinidade do solo evoluiu com o tempo, estando os maiores níveis próximos à superfície do solo e do gotejador. A diferença no consumo de água entre os níveis de salinidade foi mais evidenciada no manejo controlado da fertirrigação, ajustando-se a um modelo quadrático.A study was carried out under greenhouse conditions at the experimental area of the Department of Rural Engineering of "Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz-USP", Piracicaba, São Paulo state, Brazil, aiming to evaluate the performance of ceramic cup samplers in fertigation management and soil salinity control in a plot cultivated with netmelon. The treatments consisted of combination of two factors: six levels of initial soil salinity (S1 = 1.0, S2 = 2.0, S3 = 3.0, S4 = 4.0, S5 = 5.0 and S6 = 6.0 dS m-1 and two fertigation management control: the traditional and the control of electrical conductivity of soil

  5. Efeito da adsorção de fosfato em parâmetros físicos e na compressibilidade de solos tropicais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. B. Silva

    1999-06-01

    Full Text Available A elevada adsorção de fosfato em solos tropicais oxídicos altera o balanço de cargas nas superfícies das partículas e pode aumentar a dispersão. Conseqüentemente, isto pode influir na distribuição de tamanhos de poros, estabilidade de agregados e suscetibilidade à compactação. Para avaliar o efeito da adsorção de fosfato nas curvas de compressão e limites de consistência de solos, foram amostradas as camadas de 0-3 e 27-30 cm de um Latossolo Vermelho-Escuro (LE e de um Cambissolo (C, ambos de textura muito argilosa, na microrregião dos Campos da Mantiqueira (MG. Foi adicionada solução de fosfato à metade das amostras para atingir a sua capacidade máxima de adsorção. As pressões de preconsolidação foram obtidas a partir das curvas de compressão, que representam, graficamente, a densidade do solo em função do logarítmo da pressão aplicada. Os limites de liquidez, plasticidade e de contração foram também determinados para cada amostra com e sem fosfato. Os resultados mostraram um deslocamento das curvas de compressibilidade no sentido de menores pressões de preconsolidação, em função do aumento de umidade e adsorção de P. Esse deslocamento foi mais pronunciado nas amostras do Latossolo, principalmente na camada de 0-3 cm, mostrando redução na capacidade de suporte de cargas dos solos. A adsorção de fosfato também alterou os limites de consistência, reduzindo a amplitude da zona de friabilidade e, conseqüentemente, alterando a capacidade de trabalho e tráfego dos solos.

  6. Aplicação da Equação Universal de Perda do Solo (USLE em Softwares Livres e Gratuitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Fernandes Barbosa

    2015-01-01

    Full Text Available A erosão é uma das formas mais prejudiciais de degradação do solo. Além de reduzir o potencial produtivo das culturas, pode causar sérios danos ambientais, como poluição dos meios híbridos, com a consequente alteração dos ecossistemas aquáticos e assoreamento dos cursos de água. A Equação Universal de Perda do Solo (USLE, que permite estimar a erosão, sob variadas condições de uso e cobertura do solo, declividade, comprimento de rampa, tipos de solo e chuva, por meio da elaboração de mapas temáticos, representa importante instrumento de investigação sobre o processo erosivo e permite a compartimentação da paisagem em níveis de instabilidade. Quando aplicada por meio de softwares livres e gratuitos, e com uso de imagens também gratuitas, reduz consideravelmente os gastos durante a execução do estudo. O presente estudo objetiva realizar o mapeamento e análise qualitativa da susceptibilidade erosiva do Município de Paraíso das Águas – MS no ano de 2013, aplicando-se o modelo matemático da USLE, com o auxílio dos softwares QGIS, gvSIG e LS-TOOLS. O município obteve perdas médias anuais de solo variando de 0 a 1307,32 ton/ha.ano. Maior parte do território, 91,94%, é classificada com erosão nula a moderada por possuir taxa erosiva menor que 15 ton/ha.ano. Verificou-se que a dinâmica erosiva sofre influência principalmente das características do relevo demonstradas através do fator topográfico (LS.

  7. Resposta da soja e do eucalipto ao aumento da densidade do solo e a doses de fósforo Soybean and eucalyptus response to increased soil density and phosphorus doses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Aurélio Vitorino Ribeiro

    2010-08-01

    Full Text Available O uso agrícola e o manejo de solos de Cerrado frequentemente causam sua compactação, reduzindo sua porosidade e disponibilidade de água e nutrientes, com efeito negativo sobre o crescimento e o desenvolvimento das culturas. O presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos da densidade do solo e de doses de P no crescimento da soja e do eucalipto em solos com diferentes texturas: um Latossolo Vermelho (LV muito argiloso e outro Latossolo Vermelho-Amarelo (LVA textura média. Em vasos plásticos de 1,8 L, com 1,6 dm³ de solo, foram testadas, para o LV, as densidades de 0,90, 1,10 e 1,30 kg dm-3 e as doses de 0, 100, 200, 400 e 800 mg dm-3 de P, e para o LVA, as densidades de 1,30, 1,50 e 1,70 kg dm-3 e as doses de 0, 75, 150, 300 e 600 mg dm-3 de P. As plantas de soja e de eucalipto foram colhidas 40 e 80 dias após a semeadura, respectivamente. Foram avaliadas: matéria seca da parte aérea (MSPA e de raízes (MSR, acúmulo de P na MSPA (P-PA e MSR (P-R, nas duas espécies, e altura do eucalipto. Os resultados mostraram que o aumento da densidade do solo influenciou negativamente no crescimento da soja e do eucalipto, especialmente no solo LV e nas maiores doses de P; a resposta das plantas às doses de P aplicadas foi menor com o aumento da densidade do solo; e o aumento da densidade foi mais prejudicial ao crescimento do eucalipto - espécie mais eficiente na recuperação do P aplicado aos solos. De modo geral, o efeito negativo do aumento da densidade dos solos sobre a produção de MSPA das espécies, nas doses menores de P, é compensado quando as maiores doses de P são aplicadas.Agriculture and soil management in the Cerrado can cause soil compaction, resulting in decreased porosity and water and nutrient availability, with a negative impact on plant growth and development. The objective of this study was to evaluate the effect of soil density and phosphorus doses (P on soybean and eucalyptus grown in two Cerrado oxisols with

  8. VARIABILIDADE ESPACIAL DA PRODUTIVIDADE DE SORGO E DE ATRIBUTOS DO SOLO NA REGIÃO DO ECÓTONO CERRADO-PANTANAL, MS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Montanari

    2015-04-01

    Full Text Available O Sorghum bicolor (L. Moech é uma importante forrageira de alta produção, que cresce no cenário brasileiro ainda de forma lenta em substituição ao cultivo de milho safrinha. A cultura do sorgo seria alternativa no período da seca na produção de silagem para o período das águas; contudo, o crescimento e desenvolvimento das plantas pode ser influenciado por alterações nos atributos do solo, como textura, porosidade e estrutura do solo. O objetivo deste trabalho foi analisar e caracterizar a dependência e variabilidade espacial entre atributos do solo e a cultura do sorgo forrageiro, em um Planossolo Hidromórfico no ecótono Cerrado-Pantanal. Para tanto, estimaram-se a produtividade de matérias verde e seca de forragem (MVF e MSF de sorgo forrageiro e os atributos do solo, como macroporosidade (Ma, microporosidade (Mi, porosidade total (Pt, diâmetro médio geométrico, diâmetro médio ponderado, índice de estabilidade de agregados (IEA e teor de carbono orgânico total do solo (COT, em duas profundidades: 1 (0,00-0,10 m e 2 (0,10-0,20 m. Em relação à malha geoestatística, foram realizadas 50 coletas de atributos de planta e solo em 40 ha. Isso possibilitou detectar a elevada variabilidade espacial dos atributos de planta (MVF e MSF e também os atributos do solo que mais variaram espacialmente. Com relação às variáveis que apresentaram dependência espacial, o coeficiente de determinação (r2 decresceu na seguinte ordem: IEA1, silte2, Ma1, Pt1, areia2, silte1, MSF, argila1, MVF e IEA2. Com isso, verificou-se que IEA1 apresentou o melhor ajuste semivariográfico (r2 = 0,926, com alcance de 677,0 m, e o avaliador da dependência espacial (50,6 % moderado. O silte1, porém, evidenciou o menor alcance (111,0 m e, assim, recomenda-se que em estudos posteriores o alcance mínimo a ser adotado, para esse tipo de avaliação, não deve ser inferior a esse valor em Planossolo Hidromórfico sob preparo convencional. A correla

  9. Métodos de preparo do solo e aplicação de gesso em argissolo vermelho: produtividade de colmos da cana-de-açúcar

    OpenAIRE

    Lima, Ronaldo C. [UNESP; Mello, Luiz M. M. De [UNESP; Yano, Élcio H. [UNESP; Silva, José O. R. Da [UNESP; Cesarin, André L. [UNESP

    2013-01-01

    O trabalho foi conduzido em área de expansão de cana-de-açúcar da Usina Vale do Paraná, no município de Suzanápolis - SP, na região do noroeste paulista. Foi utilizada a variedade de cana RB92-5345, espaçamento de 1,5 m entre linhas, em ARGISSOLO VERMELHO. O trabalho objetivou avaliar a produtividade em cana-planta e 1ª cana-soca e alguns atributos químicos de solo, em função dos métodos de preparo do solo e aplicação ou não de gesso. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao a...

  10. Interceptação das chuvas em um fragmento de floresta da Mata Atlântica na Bacia do Prata, Recife, PE Rainfall interception in an Atlantic Forest fragment in the Prata Basin, Recife, PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Albert Einstein Spindola Saraiva de Moura

    2009-06-01

    Full Text Available A mata de Dois Irmãos é uma das poucas áreas remanescentes da Floresta Atlântica no Estado de Pernambuco. Nela estão inseridos os açudes do Meio, do Prata e Dois Irmãos que compõem a bacia hidrográfica do Prata. Este trabalho teve como objetivo estudar a partição das chuvas em um fragmento de Floresta Atlântica na Bacia do Prata em Recife, PE. Para obtenção dos dados de precipitação sob florestas, foram instalados 24 interceptômetros e selecionadas 20 árvores do estrato superior, e 10 árvores do sub-bosque foram escolhidas para obter os dados de escoamento pelo tronco. Encontraram-se perdas por interceptação de 208,3 mm, precipitação efetiva de 1.431,7 mm, precipitação interna de 1.392,4 mm, escoamento pelo tronco das árvores do estrato superior de 6,6 mm e escoamento pelo sub-bosque de 32,8 mm, correspondendo a 12,7%, 87,3%, 84,9%, 0,4% e 2%, respectivamente, do total precipitado de 1.464 mm.The Dois Irmãos forest is one of the few remaining areas of the Atlantic Forest in the State of Pernambuco. The dams of Meio, Prata and Dois Irmãos, which belong to the Prata Basin, are in it. The objective of this work was to study the rainfall partitioning in a fragment of the Atlantic forest in the Prata basin, in Recife, PE. 24 raingouges were installed in the interior of the forest to measure the throughfall and 20 trees of superior extract and 10 of the sub-forest were selected to determine the stemflow. The results showed values of loss interception of 208,3 mm, net precipitation of 1431,7 mm, throughfall of 1392,4 mm, stemflow by superior stratum of 6,6 mm and stemflow by sub-forest of 32,8 mm, corresponding to 12,7%, 87,3%, 84,9%, 0,4% and 2%, respectively.