WorldWideScience

Sample records for autocuidado em mulheres

  1. Consulta de enfermagem à mulher hipertensa: uma tecnologia para educação em saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Sousa Araújo Santos

    2003-12-01

    Full Text Available O trabalho objetivou a aplicação da consulta de enfermagem baseada na Teoria do Autocuidado de Orem, e a identificação da satisfação desta mulher com o engajamento no autocuidado. A consulta foi aplicada mensalmente durante seis meses em 50 mulheres. Em cada consulta foi avaliado o déficit de autocuidado e as habilidades da mulher para o desenvolvimento das atividades do autocuidado. Comprovou-se que a maioria das mulheres superou o déficit de autocuidado, adquiriu habilidades técnicas e cognitivas para o exercício das atividades de autocuidado, engajando-se no perfil desejável para a melhoria da qualidade de vida. Estas mudanças foram intensificadas a cada consulta. Constatou-se que a nova tecnologia aplicada traz influências altamente positivas para a cliente e assegura a qualidade do serviço de enfermagem.

  2. Autocuidado de mujeres en etapa de menopausia en Toluca, Mexico Autocuidado de mulheres na etapa da menopausa em Toluca, México Self care of women in the menopause stage in Toluca, Mexico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Dolores Martínez Garduño

    2008-03-01

    Full Text Available La mujer en etapa de menopausia está expuesta a factores de riesgo que disminuyen con prácticas de autocuidado. El objetivo fue identificar prácticas de autocuidado en la menopausia. Estudio cuantitativo, exploratorio, con muestra probabilística aleatoria simple, utilizando EPI INFO 2000, con 95% nivel de confianza, 5% máximo de error, con 354 mujeres. Se observó déficit de autocuidado principalmente en hábitos alimentarios, apreciándose sobrepeso y obesidad (27%; el ruido es el factor que interfiere con el sueño, el promedio de sueño fueron 5 a 7 horas; 40% no realiza ejercicio; 17.9% no realiza detección de cáncer cérvico uterino, 37.7% no practica autoexploración de mama, sin seguridad social 52.3%; asisten al médico solo cuando están enfermas. Las manifestaciones frecuentes en climaterio son sangrados irregulares, sofocos, cansancio y dislíbido. No existe suficiente información en este grupo de mujeres, reto que debe asumir la enfermera en su función de educación para la salud.A mulher na menopausa está exposta a fatores de risco que diminuem com o autocuidado. O objetivo foi identificar práticas de autocuidado na menopausa. Estudo quantitativo, exploratório, com mostra de probabilidade aleatória simples, utilizando EPI INFO 2000, com 95% limite de confiança, 5% máximo de erro, com 354 mulheres. Foi observado déficit de autocuidado principalmente em hábitos alimentares, notando sobrepeso e obesidade (27%; o ruído é o fator que interfere no sono, a média de sono foi de 5 a 7 horas; 40% não realiza exercício; 17,9% não realiza exame para câncer cervical uterino, 37,7% não pratica auto exame da mama, sem seguro social. 52,3% só procuram médico quando estão doentes. As manifestações freqüentes no climatério são sangramentos irregulares, sufoco, cansaço e falta de libido. Não existe informação suficiente neste grupo de mulheres, sendo a enfermeira quem deve assumir a função de educadora de sa

  3. Prática do autocuidado vivenciada pela mulher hipertensa: um análise no âmbito da educação em saúde La práctica del autocuidado vivenciada por la mujer hipertensa: un análisis en el ámbito de la educación para la salud Self-care practice lived by hipertensive woman: analysis on the health education focus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Souza Araújo Santos

    2006-04-01

    Full Text Available A investigação abordou a prática do autocuidado vivenciada pela mulher hipertensa. Estudo exploratório-descritivo, fundamentado na teoria do autocuidado de Orem e desenvolvido com 200 mulheres hipertensas em uma instituição pública de saúde de Fortaleza-CE. Os dados foram coletados durante as consultas de enfermagem, organizados em categorias e analisados conforme os fundamentos da teoria escolhida. Na amostra pesquisada, cerca de 172 (86% mulheres descobriram sua hipertensão mediante sinais e sintomas relacionados ao climatério. Evidenciou-se ainda nas mulheres, déficit de conhecimento e aderência parcial ao tratamento, consequentemente prática ineficaz do autocuidado, em virtude desse déficit. Desta forma, conclui-se que a prática do autocuidado era influenciada pela idade, pelo estágio de desenvolvimento e por problemas sociais, financeiros e de saúde.La investigación abordó la práctica del autocuidado vivenciada por la mujer hipertensa. Estudio exploratorio-descriptivo, fundamentado en la teoría del autocuidado de Orem y desarrollado con 200 mujeres hipertensas en una institución pública de salud de Fortaleza-CE. Los datos fueron recogidos durante las consultas de enfermería, organizados en categorías y analizados de acuerdo a los fundamentos de la teoría escogida. En la muestra pesquisada, cerca de 172 (86% mujeres descubrieron su hipertensión mediante señales e síntomas relacionados al climaterio. Se evidenció además en las mujeres un déficit de conocimiento, adhesión parcial al tratamiento y una práctica ineficaz de autocuidado en virtud de ese déficit. De esa forma, conclúyese que la práctica del autocuidado era influenciada por la edad, por el estadio de desarrollo y por problemas sociales, financieros y de salud.This study approached the practice of self care lived by the women that suffer with high blood pressure. Descriptive-exploratory study which was inspired on the Orem's self-care theory and

  4. Saberes relacionados ao autocuidado entre mulheres da área rural do sul do brasil

    OpenAIRE

    Thum, Moara Ailane; Ceolin, Teila; Universidade Federal de Pelotas; Borges, Anelise Miritz; Heck, Rita Maria; Universidade Federal de Pelotas

    2011-01-01

    Este estudo teve por objetivo conhecer as ações de autocuidado de um grupo de mulheres rurais do município de Pelotas, Rio Grande do Sul. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, com 11 mulheres, residentes na área rural do município. A coleta de dados ocorreu entre maio e junho de 2010, através de entrevista semiestruturada. Foi realizada a análise de conteúdo por temas. As informantes mais antigas participam do grupo na comunidade há 12 anos, realizando trabalhos manuais e trocas de saberes s...

  5. Santa pecadora ou execrada santa? O autocuidado em mulheres soropositivas para HIV Saint sinner or execrated saint? Self care in women with HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Guerra Gomes Pereira

    2007-06-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi realizada com mulheres portadoras de HIV/Aids, integrantes de uma ONG no Distrito Federal, com o objetivo de conhecer seu processo de adesão ao autocuidado. Teve como objetivos investigar a relação entre o autocuidado e a sua auto-estima e auto-imagem, e como o conceito de autocuidado se relaciona com as suas vivências com o parceiro e com seus familiares. Problema: construção de significados sobre autocuidado por mulheres soropositivas para HIV. Instrumento: entrevista de grupo focal. As construções de sentido foram: histórias de descuido; eu até me cuido, se for para outra pessoa...; desqualificando-se para se relacionar! e profissionais como facilitadoras ou não de sua inclusão social. Os resultados caminharam no sentido de se perceber que a subjetividade dessas mulheres permanece sem alternativa de reedição e, portanto, atrelada à identidade de pecadora por ter o HIV e de santa por sofrer apartada para que os outros não se contaminem.This research was developed with HIV positive women, members of a NGO, in the Federal District, and its aim was to acknowledge their process of adhering to self-care. Its specific aims were to investigate the relation between self-care, self-esteem and self-image of these women, how the concept of self-care was related with their lives, their partners and their families. The main issue was the construction of meanings for self-care by these women. The instrument used was the focal-group interview. The "sense-zones" construed through the aualitative investigation method were: stories of abandonment; I'll look after myself only for the sake of someone else…; undermining themselves in their relationship! and professionals as a means for bridging them or not into social inclusion. The results showed that the subjectivity of these women remain without alternative, therefore linked with the identity of "sinner" for being HIV positive and of "saint" for suffering apart, so that the

  6. Conceitos de mulheres sobre sua menstruação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Yuri Shinohara

    1994-06-01

    Full Text Available Dando prosseguimento às pesquisas anteriores realizadas pelo Núcleo de Assistência para o Autocuidado da Mulher (NAAM sobre aspectos relativos à menstruação, desenvolvemos um trabalho que estudou os conceitos de 705 mulheres sobre sua menstruação. Foram utilizadas informações do banco de dados do NAAM, obtidos na aplicação do Histórico de Saúde da Mulher no Município de Vargem Grande Paulista. O conceito mais relatado pelas mulheres foi o Normal. Isto talvez explique os dados obtidos em trabalhos anteriores, onde muitas mulheres nada fazem para aliviar os sintomas dolorosos da menstruação. O acesso a estes conceitos próprios é importante para elaborar uma assistência de enfermagem de qualidade respeitando as crenças e valores dentro da cultura das mulheres.

  7. Saberes relacionados ao autocuidado entre mulheres da área rural do Sul do Brasil Conocimientos relacionados a el autocuidado de mujeres del área rural del Sur de Brasil Knowledges related to self-care in health among women of the rural area of Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moara Ailane Thum

    2011-09-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo conhecer as ações de autocuidado de um grupo de mulheres rurais do município de Pelotas, Rio Grande do Sul. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, com 11 mulheres, residentes na área rural do município. A coleta de dados ocorreu entre maio e junho de 2010, através de entrevista semiestruturada. Foi realizada a análise de conteúdo por temas. As informantes mais antigas participam do grupo na comunidade há 12 anos, realizando trabalhos manuais e trocas de saberes sobre o uso das plantas medicinais. O autocuidado faz parte das ações dessas mulheres, o qual é executado das mais diversas formas, abrangendo o contexto familiar, a transmissão de crenças e dos hábitos através das gerações. Espera-se, contribuir para a valorização da mulher rural, conscientizando os profissionais de saúde, quanto à realização de práticas em saúde que atendam as reais necessidades da comunidade assistida, resgatando a cultura relacionada ao cuidar-se.Este estudio tuvo como objetivo conocer las acciones de autocuidado de un grupo de mujeres rurales del municipio de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Fue tratado de una pesquisa cualitativa, con 11 mujeres residentes en el área rural del municipio. La recolección de datos ocurrió entre mayo y junio de 2010 a través de entrevista semi-estructurada. Se realizó el análisis de contenido para los temas. Las participantes más antiguas participan del grupo en la comunidad hay 12 años, haciendo artesanías y el intercambio de conocimientos sobre el uso de plantas medicinales. El autocuidado es parte de las acciones de estas mujeres, que se ejecuta en muchas formas diferentes, incluyendo el contexto familiar, la transmisión de las creencias y de los hábitos a través de generaciones. Se espera contribuir a la valoración de la mujer rural, a la concienciación de profesionales de la salud, cuanto a la realización de prácticas de salud que satisfagan las necesidades

  8. Mulheres em uma aula de hidroginástica: experenciando o interrelacionamento grupal - doi:10.5020/18061230.2004.p8

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Maria Carneiro Rolim

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho reporta a experiência vivenciada por enfermeiras com o uso da dinâmica grupal em um grupo de mulheres com idade entre 60 e 80 anos que freqüentavam aulas de hidroginástica, tendo como objetivo promover uma reflexão sobre o autocuidado em saúde, favorecendo a vivência de práticas de educação em saúde e o desenvolvimento de habilidades. O cenário escolhido para a experiência foi um parque olímpico do pólo esportivo de uma escola da rede particular de ensino, localizada em Fortaleza-Ce, desenvolvida nos meses de maio e junho de 2002. O processo metodológico foi desenvolvido através de oficinas educativas, que contemplaram o cuidado intrapessoal, interpessoal, sócio-civilizatório, ecológico e vivências grupais. Para as mulheres idosas, a experiência trouxe empoderamento, pois contribuiu para participação, com liberdade de expressão. As autoras concluíram que trabalhar com grupos oportuniza aos enfermeiros a compreensão do sentir, pensar e agir de modo diferente, usando o conhecimento técnico-científico, envolvendo as relações humanas em busca de uma nova proposta de ação educadora em uma enfermagem reflexiva determinando ações transformadoras na sociedade.

  9. Prevalência de comportamentos alimentares disfuncionais em mulheres idosas

    OpenAIRE

    Gomes, Fabiana Vanessa Silva

    2015-01-01

    Dissertação de mestrado em Psicologia Aplicada (área de especialização em Psicologia Clínica e da Saúde) Comportamentos alimentares disfuncionais são frequentes em jovens, mas pouco se sabe sobre a sua prevalência em mulheres idosas. Este estudo consiste em estudar a prevalência pontual de comportamentos alimentares disfuncionais em mulheres com 65 anos ou mais. Estudo de prevalência constituído por um momento de avaliação de duas fases com 342 mulheres entre os 65 e 94 anos...

  10. Efeitos agudos da corrente interferencial ganglionar em mulheres sadias

    OpenAIRE

    Nakata, Cláudio Hiroshi

    2014-01-01

    OBJETIVO: Analisar os efeitos agudos da corrente interferencial ganglionar em mulheres sadias. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo do tipo experimental aleatorizado e transversal. Vinte e uma mulheres militares do Exército Brasileiro divididas em dois grupos, conforme IPAQ, em ativas (média de idade de 32,80 ± 3,011 anos, massa 56,50 ± 5,523 Kg, estatura de 164,30 ± 6,993 cm e IMC de 20,90 ± 1,729 kg/m2 e 80% com conceito excelente no teste de aptidão física) e irregularmente ativas (média de idade d...

  11. Estresse em mulheres com Diabetes mellitus tipo 2

    OpenAIRE

    Lessmann, Juliana Cristina; Silva, Denise Maria Guerreiro Vieira da; Nassar, Silvia Modesto

    2011-01-01

    OBJETIVO: O objetivo do estudo foi investigar a relação entre estresse e Diabetes Mellitus Tipo 2 em mulheres. MÉTODO: Estudo transversal prospectivo, desenvolvido com 147 mulheres, utilizando a Escala de Estresse Percebido (PSS). RESULTADOS: Houve associação entre as variáveis testadas, sendo possível inferir que as mulheres com estresse elevado são as que vivenciaram sofrimento e apresentam controle glicêmico alterado, ou seja, com valores superiores a 180 mg/dL. A maioria relatou sofriment...

  12. Self-Care Behaviors and Health Indicators in Adults with Type 2 Diabetes Conductas de autocuidado e indicadores de salud en adultos con diabetes tipo 2 Condutas de autocuidado e indicadores de saúde em adultos com diabetes tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lidia Guadalupe Compeán Ortiz

    2010-08-01

    Full Text Available This descriptive correlational study aimed to analyze self-care behaviors and their relationship with health indicators represented by glycemic control, lipid profile, Body Mass Index [BMI], waist circumference and body fat percentage in a sample of 98 adults with type 2 diabetes in an area of Nuevo Leon, Mexico (August 2005/May 2006. The results showed a low self-care behaviors index ( or = 36.94, SD=15.14. A significant relationship was found between self-care behaviors and glycosilated hemoglobin [HbA1c] (r s=-.379, pSe trata de un estudio descriptivo y correlacional que tuvo como objetivo analizar las conductas de autocuidado y su relación con indicadores de salud, representados por el control de la glucemia, perfil de lípidos, IMC, circunferencia de cintura y porcentaje de grasa corporal, en una muestra aleatoria de 98 adultos con diabetes tipo 2 de un zona periférica de la ciudad de Nuevo León, en México; los datos fueron recolectados entre agosto del 2005 y mayo del 2006. Los resultados mostraron un índice de autocuidado bajo (promedio= 36,94 y desvío estándar=15,14. Se encontró correlación significativa entre el autocuidado y la HbA1c (r s= 0,379, pEstudo descritivo correlacional que teve como objetivo analisar as condutas de autocuidado e a sua relação com indicadores de saúde, representados pelo controle glicêmico, perfil de lipídios, índice de massa corpórea (IMC, circunferência da cintura e porcentagem de gordura corporal, em amostra aleatória de 98 adultos com diabetes tipo 2, de uma zona conturbada em Nuevo León, México (agosto 2005/maio 2006. Os resultados mostraram índice de autocuidado baixo ( ou = 36,94, dp=15,14. Encontrou-se correlação significativa entre o autocuidado e a hemoglobina glicolisada (HbA1c (r s=0,379, p<0,001, triglicerídeos (r s=0,208, p=0,040, IMC (r s=0,248, p=0,014 e gordura corporal (r s=0,221, p=0,029. A análise multivariada revelou influência do autocuidado em HbA1c, IMC e

  13. Respostas a auto cuidado de mulheres brasileiras em perimenopausa estudo piloto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli Villela Mamede

    1991-09-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo testar a validade e confiabilidade do questionário de respostas ao auto cuidado (SCRQ em outras culturas e países além dos Estados Unidos - especificamente, foi de avaliar a possibilidade de uso do instrumento entre mulheres brasileiras em perimenopausa. Durante o processo de tradução para a língua portuguesa, algumas modificações foram realizadas no SCRQ. O instrumento traduzido foi aplicado durante entrevistas individuais - face a face - com 38 mulheres brasileiras. Os resultados da análise das respostas das mulheres mostraram que o SCRQ é confiável, culturalmente apropriado e adaptado, e assim pode ser empregado para medir padrões de respostas de auto cuidado entre mulheres brasileiras perimenopausais. Este estudo piloto demonstrou que a experiência da mulher em relação à menopausa e o conhecimento e interesse que ela tem sobre o assunto variam de pessoa para pessoa. Foram identificadas outras questões não abordadas pelo SCRQ que merecem ser investigadas, como por exemplo a quantidade e qualidade da atividade sexual durante todo o período menopausal.

  14. Promovendo autocuidado em clientes em hemodiálise: aplicação do diagrama de nola pender Promoting self-care in clients on hemodialysis: application of the nola pender’s diagram

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brunno lessa Saldanha xavier

    2017-04-01

    Full Text Available Objetivo: evidenciar a convivência do cliente com doença renal crônica em hemodiálise, a partir da aplicação da teoria Modelo de Promoção da Saúde (MPS de Nola Pender. Método: descritivo com delineamento intragrupos, em oficina de autocuidado com 48 clientes, em Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, de 2013 a 2014. Evidenciou-se o comportamento de autocuidado no diagrama: características e experiências individuais; cognições e afetos específicos do comportamento de maior importância motivacional, representando categorias modificáveis mediante ações de enfermagem. Resultados: as orientações de enfermagem conduziram os indivíduos para adquirir comportamentos de MPS, visando o atendimento de suas necessidades de bem-estar, pois estes valorizam o viver. A oficina estimulou o desenvolvimento da consciência reflexiva, proporcionando condições para reflexões sobre sua realidade e harmonização com o viver. Conclusão: as orientações ensejam condições para que o indivíduo adquira um comportamento de promoção da saúde, reverberado no atendimento de suas necessidades de autocuidado e bem-estar.

  15. Eficacia do metodo Meir Schneider de autocuidado em pessoas com distrofias musculares progressivas : ensaio clinico fase II

    OpenAIRE

    Lea Beatriz Teixeira Soares

    1999-01-01

    Resumo: As pessoas com distrofias musculares progressivas vivem o limite do conhecimento médico e aguardam resultados de pesquisa da prevenção, reabilitação e mesmo a cura dos indivíduos portadores. Nesse contexto discute-se a eficácia do método Meir Schneider de autocuidado (self-healing) baseado em ensaio clínico fase II em 12 pessoas com distrofias musculares progressivas, sob tratamento ambulatorial intensivo e não intensivo. Foram atendidos 7 portadores de Distrofia Muscular Duchenne- DM...

  16. Experiência participativa mobilizadora de enfermagem: condições prévias para o autocuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rachel Noronha

    1986-03-01

    Full Text Available Este trabalho descreve uma experiência participativa com portadores de câncer em tratamento ambulatorial num hospital-escola do Rio de Janeiro. Teve por propósito mobilizar os clientes para o autocuidado e analisar a trajetória dessa mobilização. As concepções teóricas do autocuidado em Enfermagem e de metodologia de estudo de caso, associada à de pesquisa participante foram escolhidas; no primeiro caso, para servir de suporte teórico principal e, no segundo, com intenção de se realizar uma análise predominantemente qualitativa. Concluiu-se que a metodologia utilizada é viável e age positivamente na conscientização crítica para o autocuidado. Entretanto, a abordagem ilusiva artificiosa de omissão com que vêm sendo tratadas as pessoas acometidas de câncer representa uma questão impeditiva relevante para que a participação de clientes no processo de autocuidado em saúde possa se efetivar.

  17. Mulheres em cooperativas rurais virtuais: reflexões sobre gênero e subjetividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    Full Text Available Este artigo busca apresentar uma reflexão sobre gênero e subjetividade, a partir da participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais localizadas em municípios da região sul de Santa Catarina. Conforme define a literatura estudada, tal modelo de cooperativa se diferencia do modelo tradicional, pois, entre outros aspectos, não possui sede fixa, reúne um grupo de 20 a 30 agricultores e movimenta uma grande variedade de produtos em pequenas quantidades. Trata-se de uma análise ampliada com base em dados coletados em pesquisa desenvolvida no período de 2011-2012 (PIBIC-UNESC/CNPq. A pesquisa foi qualitativa e os dados foram obtidos por meio da entrevista semiestruturada. Foram entrevistadas dez mulheres, com idades entre 36 e 54 anos, participantes de três cooperativas. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas de acordo com procedimentos da análise de conteúdo. Os resultados e discussão apresentam o processo de formação das cooperativas, a participação e os produtos comercializados pelas cooperadas; além de discorrer sobre a participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais, a visibilidade social e o reconhecimento do trabalho feminino. Em grande medida, foi possível verificar que a participação de mulheres em cooperativas possibilitou benefícios não apenas financeiros, pela comercialização da produção, mas também reconhecimento social e subjetivo.

  18. Experiências de parentalidade como fatores geradores de sofrimento em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabíola Langaro

    2015-08-01

    Full Text Available Durante o trabalho realizado por meio de um Projeto de Extensão em Saúde Mental na Grande Florianópolis, percebeu-se que o relato de sofrimento das mulheres participantes estava relacionado às suas ex periências de maternidade e paternidade. A partir desta problemática, foi realizada uma pesquisa com o objetivo de compreender de que forma as experiências de parentalidade estavam se constituindo em fatores geradores de sofrimento naquelas mulheres. Para tanto, realizaram-se cinco entrevistas individuais e um grupo focal. Os dados coletados foram discutidos em quatro categorias de análise, tendo sido destacado que o sofrimento das participantes estava relacionado principalmente à vivência da parentalidade a partir de modelos tradicionais de gênero, caracterizados pela centralidade do perfil de mãe; às diferenças na responsabilidade pela educação dos filhos/filhas, assumida por homens e mulheres; à idade dos filhos/filhas e, finalmente, à vivência de dúvidas e incertezas que nem sempre podem ser mediadas em seu cotidiano.

  19. Estresse em mulheres com Diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cristina Lessmann

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do estudo foi investigar a relação entre estresse e Diabetes Mellitus Tipo 2 em mulheres. MÉTODO: Estudo transversal prospectivo, desenvolvido com 147 mulheres, utilizando a Escala de Estresse Percebido (PSS. RESULTADOS: Houve associação entre as variáveis testadas, sendo possível inferir que as mulheres com estresse elevado são as que vivenciaram sofrimento e apresentam controle glicêmico alterado, ou seja, com valores superiores a 180 mg/dL. A maioria relatou sofrimento decorrente de problemas nas relações interpessoais, óbito, doença de familiares e solidão. CONCLUSÃO: Mulheres com DM2 que convivem com estresse e/ou sofrimento constituem grupo vulnerável ao desenvolvimento de agravos à saúde demandando aos serviços de saúde o desenvolvimento de estratégias que modifiquem esta situação.

  20. Mulheres em idade fértil: causas de internação em Unidade de Terapia Intensiva e resultados

    OpenAIRE

    Cátia Millene Dell Agnolo; Angela Andréia França Gravena; Tiara Cristina Romeiro-Lopes; Sheila Cristina Rocha-Brischiliari; Maria Dalva de Barros Carvalho; Sandra Marisa Pelloso

    2014-01-01

    Introdução: Pacientes obstétricas representam uma fração significativa das admissões em unidades de cuidado intensivo e consistem em um desafio para a equipe. Objetivo: Analisar as principais causas de internação e morte materna de mulheres em idade fértil ocorridas em unidades de terapia intensiva de hospitais de um município do Noroeste do Paraná, Sul do Brasil. Métodos: Estudo exploratório, descritivo, retrospectivo, realizado com mulheres em idade fértil (10 a 49 anos) internadas em três ...

  1. Self-Care of Patients with Diabetes Mellitus Cared for at an Emergency Service in Mexico Autocuidado de personas con Diabetes Mellitus atendidas en un servicio de urgencia en México Autocuidado de pessoas com diabetes mellitus atendidas em serviço de urgência no México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irasema Romero Baquedano

    2010-12-01

    Full Text Available This study examines the self-care ability of type 2 diabetes mellitus patients and relates it to sociodemographic and clinical variables. The study included 251 patients who were cared for by an emergency service in Mexico, in 2007. Data were obtained through structured interviews held at participants’ households, through a form, a questionnaire and the Self-Care Ability Scale. Descriptive and correlation statistics were used for data analysis. The results show that 83 (33.5% individuals displayed good self-care ability and 168 (66.5% individuals displayed regular ability. A directly proportional correlation was found between self-care ability and schooling (r=0.124; pEste estudio tuvo por objetivos determinar la capacidad de autocuidado de personas con diabetes mellitus tipo 2 y relacionar esa capacidad con algunas variables sociodemográficas y clínicas. Participaron 251 personas que ingresaron en un hospital de urgencia en México, en 2007. Los datos fueron obtenidos mediante entrevista domiciliar dirigida, utilizándose de formulario, cuestionario y Escala de Capacidad de Autocuidado. Para el análisis se utilizó estadística descriptiva y correlacional. Los resultados mostraron que 83 (33,5% sujetos presentaron buena capacidad de autocuidado y 168 (66,5% capacidad regular. Se obtuvo una correlación directamente proporcional entre capacidad de autocuidado y años de estudio (r=0,124; pEste estudo teve por objetivos determinar a capacidade de autocuidado de pessoas com diabetes mellitus tipo 2 e relacionar esse distúrbio com algumas variáveis sociodemográficas e clínicas. Participaram 251 pessoas que ingressaram em um hospital de urgência no México, em 2007. Os dados foram obtidos mediante entrevista domiciliar dirigida, utilizando-se de formulário, questionário e Escala de Capacidade de Autocuidado. Para a análise, utilizou-se estatística descritiva e correlacional. Os resultados mostraram que 83 (33,5% sujeitos apresentaram

  2. Autocuidado de diabetes: una mirada con perspectiva de género

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Elena Trujillo Olivera

    2011-01-01

    Full Text Available En Tuxtla Gutiérrez, Chiapas, se realizó un estudio cualitativo encaminado a explorar con perspectiva de género las relaciones intergenéricas en grupos domésticos y su influencia en el autocuidado de personas diabéticas. La información emPírica provino de entrevistas en profundidad a algunos enfermos y a una persona cercana. En este caso se propone una categorización de autocuidado basada en lo que ellos manifiestan que hacen para controlar la enfermedad. Se documenta una importante desigualdad en la oportunidad y logros del autocuidado entre los hombres y las mujeres que padecen esta enfermedad. Se abordan las imPlicaciones de dependencia económica de las mujeres, el consumo de bebidas alcohólicas, la violencia doméstica, la división sexual del trabajo y las relaciones de apoyo para el logro del autocuidado.

  3. PERFIL DE ENGAJAMENTO PARA O AUTOCUIDADO EM PORTADORES DE HIPERTENSÃO ARTERIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    GISELLE ANDRADE DOS SANTOS SILVA

    2008-01-01

    Full Text Available Estudio descriptivo con el objetivo de identificar el perfil de compromiso con el auto cuidado en personas hipertensas acompañadas clínicamente en la Unidad Básica de Salud de la Familia. Utilizamos los instrumentos para establecer el perfil de compromiso en el autocuidado teniendo como conjetura la teoría del autocuidado de Orem. Pesquisadas 31 personas, registradas en (HIPER/DÍA el año 2004. Identificados los requisitos de autocuidado con calificación positiva en relación a las eliminaciones, a la adaptación a los cambios del ciclo vital; ajuste social; al conocimiento de la enfermedad y del tratamiento; aceptación del diagnóstico; adaptación al problema con la salud y a las conductas orientadas. Y calificación no satisfactoria a la ingestión de alimentos y líquidos; desequilibrio entre soledad e interacción social; a la prevención de riesgo de vida y al bienestar; a la promoción de la salud. Constatamos que una fracción de portadores de hipertensión acompañados clínicamente por el PSF se compromete con el auto-cuidado frente a las acciones llevadas a cabo.

  4. Osteoporose em mulheres na pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SC Radominski

    2004-12-01

    Full Text Available DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE COLETA DE EVIDÊNCIAS: Foi feita uma pesquisa de referências bibliográficas na Biblioteca Cochrane e na base de dados do MEDLINE, utilizando os seguintes termos: osteoporosis, bone density, postmenopausal women. Selecionados os artigos mais relevantes publicados nos últimos cinco anos. A partir da lista de referências bibliográficas foi feita consulta a citações de artigos anteriores. GRAU DE RECOMENDAÇÃO E FORÇA DE EVIDÊNCIA: A: Estudos experimentais e observacionais de melhor consistência. B: Estudos experimentais e observacionais de menor consistência. C: Relatos ou séries de casos. D: Publicações baseadas em consensos ou opiniões de especialistas. OBJETIVOS: 1. Rever os fundamentos da osteoporose pós-menopausa; 2. Estabelecer os principais procedimentos para diagnóstico da osteoporose e de fraturas osteoporóticas em mulheres na pós-menopausa; 3. Estabelecer as terapêuticas para prevenção e tratamento da osteoporose e de fraturas osteoporóticas em mulheres na pós-menopausa. PROCEDIMENTOS: 1. História clínica; 2. Medidas da massa óssea; 3. Prevenção e tratamento. EVOLUÇÃO E DESFECHOS: 1. Identificação das mulheres de risco para osteoporose pósmenopáusica; 2. Prevenção da osteoropose e fraturas; 3. Eficácia dos tratamentos e redução de fraturas.

  5. RENDENÇÃO E CONFORMISMO EM UMA LINDA MULHER Redenção e conformismo em Uma Linda Mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexander Martins Vianna

    2011-07-01

    Full Text Available

    Este artigo pretende demonstrar a forma como os temas da rendenção individual e do conformismo social são acionados no desenvolvimento da trama nostálgica e na caracterização dos personagens principais do filme “<em style="mso-bidi-font-style: normal;">Uma Linda Mulher>”, assim como, visa a demonstrar o quanto que tais temas estão referidos a um <em style="mso-bidi-font-style: normal;">habitusem> <em style="mso-bidi-font-style: normal;">culturalem> que determina escolhas conjunturais de estereótipos raciais/morais e de formas estéticas que configuram um tipo de emoção para o enredo que leva à aceitação da <em style="mso-bidi-font-style: normal;">solução caridosa burguesa em>‘ style="mso-bidi-font-style: normal;">Middle Classem>’, em chave protestante, de resgate moral e mobilidade social.

    Este artigo pretende demonstrar a forma como os temas da rendenção individual e do conformismo social são acionados no desenvolvimento da trama nostálgica e na caracterização dos personagens principais do filme “<em style="mso-bidi-font-style: normal;">Uma Linda Mulher>”, assim como, visa a demonstrar o quanto que tais temas estão referidos a um <em style="mso-bidi-font-style: normal;">habitusem> <em style="mso-bidi-font-style: normal;">culturalem> que determina escolhas conjunturais de estereótipos raciais/morais e de formas estéticas que configuram um tipo de emoção para o enredo que leva à aceitação da <em style

  6. Convivência da pessoa idosa com diabetes buscando autonomia para o autocuidado: estudo sociopoético

    OpenAIRE

    Renata Gomes Machado Guerra

    2013-01-01

    Este trabalho refere-se ao educar/cuidar/pesquisar centrado na orientação de enfermagem para o autocuidado da pessoa idosa, com diabetes, visando seu bem-estar; visto a evidência do crescimento demográfico da população idosa em todo o mundo e, em especial, no Brasil. Tem como objetivo aplicar, no contexto de um curso de autocuidado ministrado em oficina sociopoética, o Diagrama de Nola Pender como instrumento de produção de dados sobre a construção de ações e apresentação de propostas de comp...

  7. Mulheres em idade fértil: causas de internação em Unidade de Terapia Intensiva e resultados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cátia Millene Dell Agnolo

    2014-08-01

    Full Text Available Introdução: Pacientes obstétricas representam uma fração significativa das admissões em unidades de cuidado intensivo e consistem em um desafio para a equipe. Objetivo: Analisar as principais causas de internação e morte materna de mulheres em idade fértil ocorridas em unidades de terapia intensiva de hospitais de um município do Noroeste do Paraná, Sul do Brasil. Métodos: Estudo exploratório, descritivo, retrospectivo, realizado com mulheres em idade fértil (10 a 49 anos internadas em três unidades de terapia intensiva existentes em um município do Noroeste do Paraná, por causas obstétricas e não obstétricas, no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2009. Resultados: Foram encontradas 775 internações de mulheres em idade fértil, com uma média de idade de 33,7±10,3 anos, com duração média de internação de 5,0±8,4 dias. A maior parte das mulheres era do município estudado (67,2%, com baixa escolaridade (nível primário, 68,2%. Entre as causas obstétricas de internação, a pré-eclâmpsia grave e a eclâmpsia se constituíram na principal causa (71,3%; a pielonefrite se destacou sob outras condições no período gestacional (53%. Não foi encontrada associação estatística entre internações por causas obstétricas em unidade de terapia intensiva e óbito. Conclusão: As causas não obstétricas representaram a maioria das internações de mulheres em idade fértil nas unidades de terapia intensiva do município, no período estudado e, entre as causas obstétricas, a pré-eclâmpsia grave e eclampsia constituíram a principal causa.

  8. Mulher, cura e pajelança em Soure (Ilha do Marajó-PA).

    OpenAIRE

    Mayra Cristina Silva Faro; UEPA

    2012-01-01

    Neste trabalho pretendo apresentar alguns resultados de uma pesquisa que vem sendo realizada desde 2009 sobre a pajelança cabocla e as mulheres pajés na cidade de Soure, Ilha do Marajó/PA. Este estudo tem como objetivos analisar práticas e saberes de cura em Soure, e observar o papel da mulher no contexto religioso e simbólico da pajelança. Compreende-se pajelança cabocla como um conjunto de crenças e práticas de cura bastante difundida na Amazônia, em que encontram-se mesclados em graus vari...

  9. O poder da vaidade e do autocuidado na qualidade de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Katiane Aparecida Soaigher

    2016-10-01

    Full Text Available Objetivo: realizar uma revisão da literatura sobre a influência da vaidade e do autocuidado para a qualidade de vida. Método: estudo de revisão em que as buscas foram realizadas nas bases de dados Scielo, Portal de Periódicos CAPES, LILACS, e Google Acadêmico. Foram selecionados artigos publicados entre 2010 e 2016, em periódicos nacionais e internacionais. As palavras chave utilizadas na pesquisa foram: estética; promoção da saúde; indústria cosmética; autoconceito; autoimagem; vaidade. Resultados: os artigos consultados mostraram que a aparência tem relação nos diversos aspectos do sucesso, poder humano, sendo a vaidade e autocuidado fatores importantes na construção da imagem. Considerações finais: devemos ser vistos não apenas como um corpo, mas como indivíduos providos de inteligência e sentimentos. Quando sabemos administrar nossa relação com a vaidade e autocuidado, preservando nossa saúde física e emocional, poderemos então ter um trunfo a mais no jogo das relações.

  10. Hanseníase: a implicação da educação em saúde para o autocuidado

    OpenAIRE

    Duarte, Lucelia Maria Carla Paulo da Silva

    2014-01-01

    A hanseníase é um problema de saúde em nível mundial devido principalmente ao seu potencial incapacitante. A estratégia de combate à doença adotada pelo Ministério de Saúde é o diagnóstico e tratamento precoces, prevenção e tratamento de incapacidades físicas e vigilância dos contatos domiciliares. Tudo isso fundamentado na educação em saúde como sustentáculo para compreensão do processo de adoecimento, da doença em si, sua aceitação e, principalmente, das ações de autocuidado para prevenção ...

  11. ALTERAÇÕES CITOLÓGICAS ASSOCIADAS A INFECÇÃO PELO PAPILOMAVIRUS HUMANO EM MULHERES ATENDIDAS EM UM HOSPITAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emilly de Oliveira Silva

    2016-01-01

    Full Text Available O Papilomavírus Humano (HPV é atualmente a principal causa de virose sexualmente transmissível, sendo sua principal consequência o câncer de colo de útero. Neste contexto, este estudo teve como objetivo avaliar as alterações citológicas em mulheres atendidas em um hospital. Tratou-se de uma pesquisa do tipo quantitativa, de caráter documental, composta por 198 mulheres que apresentaram lesão devido à infecção pelo HPV e atendidas no Hospital Alpheu de Quadros. Os dados foram coletados por meio de registros arquivados no computador do hospital. Das mulheres infectadas pelo HPV, 66,7% tinham entre 20 e 39 anos e das que relataram sua iniciação sexual 61,6% tinham entre 16 e 20 anos. A maioria dessas mulheres foi diagnosticada com lesão intraepitelial de alto grau (HSIL seja na citologia ou na biópsia. O resultado pós Cirurgia de Alta Frequência apresentou-se positivo, pois houve diminuição de HSIL das mulheres. Ações de saúde pública podem prevenir a incidência e mortalidade pelo câncer de colo de útero quase que totalmente, desde que o planejamento destas ações esteja em concordância com o conhecimento científico atual.

  12. Effectiveness of an educational program in nursing in the self-care of patients with heart failure: randomized controlled trial Efectividad de un programa educativo en enfermería en el autocuidado de los pacientes con insuficiencia cardíaca: ensayo clínico controlado Efetividade de um programa educativo em enfermagem no autocuidado em pacientes com insuficiência cardíaca: ensaio clínico randomizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María de los Ángeles Rodríguez-Gázquez

    2012-04-01

    Full Text Available Unblinded randomized controlled clinical trial to evaluate the effectiveness of an educational program in nursing (educational meetings, home visits, telenursing and a printed book in the improvement of self-care behaviors in patients with heart failure was evaluated. Thirty-three people participated in the intervention group and thirty in the control group. At the beginning and at the end of the study (ninth month, Nancy Artinian's Heart Failure Self-care Behaviors Scale was applied to assess the level of self-care. 66.0% of the intervention group versus 26.6% of the control group improved the self-care score by at least 20% (pEnsayo clínico controlado aleatorizado sin cegamiento, con el que se evaluó la efectividad de un programa educativo de enfermería (encuentros educativos, visitas domiciliarias, tele enfermería y cartilla impresa en el mejoramiento de los comportamientos de autocuidado en pacientes con insuficiencia cardíaca. Participaron 33 personas en el grupo de estudio y 30 en el grupo control. Al inicio y al finalizar el estudio (noveno mes se aplicó la Escala de Comportamientos de Autocuidado de Pacientes con Insuficiencia cardiaca de Nancy Artinian para evaluar el nivel de autocuidado. Resultados: 66,0% del grupo de intervención versus 26,6% del grupo control mejoraron en al menos un 20% el puntaje de autocuidado (pTrata-se de ensaio clínico controlado, aleatorizado, sem cegamento, no qual se avaliou a efetividade de um programa educativo de enfermagem (encontros educativos, visitas domiciliárias, tele-enfermagem e cartilha impressa, no melhoramento dos comportamentos de autocuidado em pacientes com insuficiência cardíaca. Participaram 33 pessoas no grupo de estudo e 30 no grupo controle. No início e no final do estudo (nono mês, aplicou-se a Escala de Comportamentos de Autocuidado de Pacientes com insuficiência cardíaca, de Nancy Artinian, para avaliar o nível de autocuidado. Resultados: 66,0% do grupo de interven

  13. Largada pelo marido! O estigma vivido por mulheres em Tianguá-CE

    OpenAIRE

    Moreira, Virginia; Guedes, Dilcio

    2007-01-01

    Este artigo descreve um estudo sobre a vivência de rompimento do casamento de mulheres deixadas por seus maridos. Teve como objetivo compreender como mulheres de Tianguá - CE - Brasil vivenciavam a ruptura da relação, descrevendo os fatores reconhecidos como agentes do rompimento da relação amorosa. A partir da experiência vivida morando em Tianguá, nossa hipótese era que essas mulheres vivenciavam o rompimento como uma experiência estigmatizada de desestruturação de sua vida pessoal. Utiliza...

  14. Excesso de peso e obesidade abdominal em mulheres atendidas em Unidade da Estratégia Saúde da Família

    OpenAIRE

    Cristóvão,Maria Fernanda; Sato,Ana Paula Sayuri; Fujimori,Elizabeth

    2011-01-01

    Investigou-se a prevalência de excesso de peso e obesidade abdominal e variáveis associadas em mulheres. Estudo transversal com 298 mulheres (20-59 anos), usuárias de uma unidade da Estratégia Saúde da Família, em São Paulo-SP. Considerou-se o excesso de peso: índice de massa corporal>25kg/m²; a obesidade abdominal: circunferência da cintura 0,80m ou razão cintura-quadril>0,85. Realizou-se análise de regressão logística. O excesso de peso afetou 56% das mulheres, sendo 37% sobrepeso e 19% obe...

  15. Asociación entre la capacidad funcional y los resultados de autocuidado en personas con enfermedad cardiovascular Relação entre a capacidade funcional e os resultados de autocuidado em pessoas com doença cardiovascular Relation between functional capacity and self-care results in people with cardiovascular diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clara Victoria Bastidas Sánchez

    2012-01-01

    ção realizada com uma população de 55 pacientes com doenças cardiovasculares de Ibagué, na qual se estabe-lece a infuência da capacidade funcional e do autocuidado, utilizando a escala europeia de autocuidado com insuficiência cardíaca e a versão modificada do índice de atividade de Duke (DASI. Os resultados evidenciam maior incidência de doença cardiovascular no sexo feminino, entre 35 e 65 anos, com diagnostico de cardiopatia dilatada, sendo a etapa mais grave da doença coronária. Ao examinar a revisão global se encontrou que a insuficiência cardíaca corresponde ao maior rango de pessoas com 69,1%. No relativo à capacidade funcional encontramos que 40% apresenta um nível entre mínimo e moderado, e 92,7%, entre moderado e pior, no que diz respeito ao autocuidado. O gráfico de dispersão demonstra claramente as afinidades comportamentais dos pacientes a respeito de ambas as variáveis avaliadas. A gráfica de relação evidencia que não se verifica muita relação entre as dois va-riáveis - autocuidado e capacidade funcional - apesar que os resultados não demonstrem concordância total ou muito grande. Encontrou-se que a capacidade funcional das pessoas com doença cardiovascular está comprometida em 40% confrontado com uma falta de compromisso de 60%. Este fator é preocupante pois a capacidade funcional diminui com a idade e com o avance da doença. É por isso que este grupo de pessoas poderia aumentar, por tanto, é preciso fazer mais estudos tanto em mulheres quanto em pessoas idosas de diferente sexo e intervir mais no cumprimento de recomendações para melhorar sua capacidade funcional levando em conta os comportamentos de autocuidado como elemento importante para conseguir o maior bem-estar do paciente com doença cardiovascular.This paper presents the results of the research conducted with a population of 55 patients with cardiovascular diseases of Ibagué, which establishes the influence of functional capacity and self-care, using a European

  16. Aborto provocado e violência doméstica entre mulheres atendidas em uma maternidade pública de Salvador-BA

    OpenAIRE

    Diniz, Normélia Maria Freire; Gesteira, Solange Maria dos Anjos; Lopes, Regina Lúcia Mendonça; Mota, Rosana Santos; Pérez, Bárbara Angélica Gómez; Gomes, Nadirlene Pereira

    2011-01-01

    Estudo quantitativo, com o objetivo de estudar a violência doméstica em mulheres em situação de aborto provocado. Foram entrevistas 147 mulheres internadas por aborto provocado numa maternidade pública, na cidade de Salvador-BA. Os sujeitos foram, na maioria, mulheres jovens, negras, com baixa escolaridade, dependentes economicamente dos cônjuges, que vivenciam violência psicológica, física e sexual cometida pelos cônjuges. Quase metade das mulheres vivenciou violência doméstica durante a gra...

  17. Aplicabilidade da classificação dos resultados de enfermagem em pacientes com déficit no autocuidado: banho/higiene Aplicabilidad de la clasificación de resultados de enfermería en pacientes con déficit en el autocuidado: baño/higiene Nursing outcomes classification applicability on patients with self-care deficit: bathing/hygiene

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam de Abreu Almeida

    2010-03-01

    Full Text Available O objetivo da pesquisa é verificar a aplicabilidade da Classificação dos Resultados de Enfermagem (NOC em pacientes ortopédicos hospitalizados com o diagnóstico de enfermagem Déficit no Autocuidado: banho/higiene. Estudo quantitativo, descritivo, desenvolvido em hospital universitário com pacientes submetidos à artroplastia total de quadril em 2008. O instrumento de coleta de dados continha 24 indicadores dos resultados da NOC Autocuidado: Atividades de Vida Diária, Autocuidado: Banho, Autocuidado: Higiene, Autocuidado: Higiene Oral e uma escala Likert onde 1=dependente; 2=não participa; 3=necessita de pessoa auxiliar; 4=independente com mecanismo auxiliar; 5=completamente independente. Foi observado o banho de 25 pacientes no primeiro e terceiro dia de pós-operatório. Os aspectos éticos foram respeitados. Em 21 indicadores houve variação estatisticamente significativa entre as médias de pontuação do primeiro para o segundo banho. As escalas da Classificação NOC apresentaram consistência interna, mostrando-se confiáveis para mensurar a evolução dos pacientes durante a implementação dos cuidados de enfermagem.El objetivo de la investigación es verificar la aplicabilidad de la Clasificación de Resultados de Enfermería (NOC en pacientes ortopédicos hospitalizados con diagnóstico de enfermería Déficit en el Autocuidado: baño/higiene. Estudio cuantitativo, descriptivo, desarrollado en hospital universitario con pacientes sometidos a artoplastía total de cadera en 2008. El instrumento de colección de datos contenía 24 indicadores de resultados de la NOC Autocuidado: Actividades de Vida Diaria, Autocuidado: Baño, Autocuidado: Higiene, Autocuidado Higiene Oral y una escala de Likert en la que 1=dependiente; 2=no participa; 3=necesita una persona auxiliar; 4=independiente con mecanismo auxiliar; 5=completamente independiente. Se observó el baño de 25 pacientes en el primer y tercer días de postoperatorio. Los

  18. Influências, crenças e práticas no autocuidado das puérperas Influencias, creencias y prácticas en el autocuidado de las puérperas The effects, beliefs and practices of puerperal women's self-care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Ferreira Acosta

    2012-12-01

    Full Text Available Objetivou-se neste estudo exploratório-descritivo conhecer as crenças, influências e práticas que permeiam o autocuidado das mulheres no puerpério. Foram informantes quinze puérperas de Rio Grande-RS. Colheram-se os dados em setembro e outubro de 2010, com entrevistas semiestruturadas, realizadas entre quinze e trinta dias pós-parto. Adotou-se a análise temática para o tratamento dos dados. Fundamentadas no cuidado/autocuidado durante o puerpério, o qual provinha da orientação familiar realizada em âmbito doméstico, delinearam-se duas categorias: uma referente a restrições, aquilo que devia ser evitado por gerar malefícios; outra envolvendo incentivos, ou seja, práticas que traziam benefícios à puérpera ou ao recém-nascido. Este estudo mostra a importância dos profissionais terem consciência a respeito da quarentena, pois é uma herança cultural que ainda perdura nos dias atuais. Concluiu-se que o saber popular é muito valorizado por essas mulheres e, embora careça de embasamento científico, não se mostrou como desencadeador de problemas ao binômio mãe-bebê.Se objetivó en este estudio exploratorio-descriptivo conocer las creencias, influencias y prácticas que afectan el autocuidado de mujeres en el puerperio. Fueron entrevistadas 15 puérperas en Rio Grande-RS. Datos fueran recolectados en setiembre y octubre 2010, mediante entrevistas semiestructuradas efectuadas entre quince y treinta días postparto. Hemos adoptado un análisis temático para el tratamiento de datos. Se delinearon dos categorías fundamentadas en la orientación familiar sobre cuidado/autocuidado puerperal. Una, referente a restricciones, aquello que debía evitarse por generar eventos no beneficiosos; otra, involucrando incentivos, prácticas positivas para la puérpera o el recién nacido. El estudio muestra la importancia de que los profesionales tengan conciencia respecto de la cuarentena, herencia cultural que perdura en la actualidad

  19. Conduta na lesão intraepitelial de alto grau em mulheres adultas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pauliana Sousa Oliveira

    Full Text Available O câncer cervical é a segunda causa mais comum de câncer entre as mulheres no mundo, apesar de apresentar grande potencial de prevenção e cura quando diagnosticado e tratado precocemente, o que pode reduzir a taxa de mortalidade entre as acometidas. Como não há consenso entre as medidas terapêuticas nas lesões intraepiteliais escamosas cervicais de alto grau (HSIL, buscamos discutir a conduta frente às mulheres adultas que apresentam HSIL e o seguimento após o procedimento adotado. Foi realizada pesquisa eletrônica no Medline (através do PubMed, National Guidelines Clearinghouse, Google Acadêmico e Lilacs. Os consensos identificados foram avaliados segundo sua validade e recomendações. Em relação ao acompanhamento após o tratamento, o Europeu acompanha por citologia de 6/6 meses; o Australiano, citologia e colposcopia de 6/6 meses; o Americano preconiza a realização da captura híbrida em seis a 12 meses ou citologia em seis meses. Já o Projeto Diretrizes do Brasil recomenda que reavaliações clínicas e colpocitológicas devam ser realizadas a cada três ou quatro meses nos primeiros dois anos de seguimento. Estudos comparando o método "Ver e Tratar" com os três passos (histologia, colposcopia, biópsia concluíram que este último é indicado em mulheres LSIL/ASCUS antes de se submeterem à exérese da zona de transformação (EZT, enquanto que o "Ver e Tratar" é indicado em mulheres com HSIL comprovada na citologia e sugestiva na colposcopia, pois apresenta como vantagens, o baixo custo e a resolução imediata. Todos os consensos são unânimes ao afirmar que frente à HSIL comprovada, retira-se a lesão por meio de ablação ou conização ou EZT.

  20. Obesidade em mulheres brasileiras: associação com paridade e nível socioeconômico

    OpenAIRE

    Regicely Aline Brandão Ferreira; Maria Helena D'Aquino Benicio

    2015-01-01

    OBJETIVO: Determinar a influência da história reprodutiva sobre a prevalência de obesidade em mulheres brasileiras e o possível efeito modificador de variáveis socioeconômicas sobre a associação entre paridade e excesso de peso. MÉTODOS: Neste estudo retrospectivo, foram analisados os dados de 11 961 mulheres de 20 a 49 anos que participaram da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde 2006, inquérito que utilizou amostragem complexa representativa de mulheres em idade reprodutiva. A associação...

  1. Violência doméstica e institucional em serviços de saúde: experiências de mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2004-06-01

    Full Text Available Desenvolvido nas capitais Recife, Salvador e Aracaju, em três maternidades públicas, este estudo quantitativo objetivou identificar as manifestações da violência doméstica e institucional na mulher assistida em sub-programas do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. Para coleta dos dados, foi utilizado um formulário semi-estruturado. A amostra caracterizou-se por mulheres jovens, domésticas, dependentes economicamente dos companheiros. A maioria das mulheres vivencia a violência conjugal, sendo a dependência financeira o motivo mais mencionado para suportá-la. A falta de vagas caracterizou a violência institucional por omissão. A pesquisa demonstrou que a vivência destas violências traz problemas de saúde para as mulheres, ou os agrava.

  2. Autocuidado do cuidador familiar de adultos ou idosos dependentes após a alta hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sibely Rabaça Dias da Costa

    2014-12-01

    Full Text Available Este artigo apresenta uma compreensão sobre o autocuidado do cuidador familiar segundo a teoria de Dorothea Orem. Resulta de uma pesquisa qualitativa com aporte da Teoria Fundamentada nos Dados, utilizando-se das técnicas de visita domiciliar, registro de notas de campo e entrevista semiestruturada com 11 cuidadores, após a internação de familiar em um Hospital Universitário de Minas Gerais. Foram obtidas quatro categorias, destacando uma categoria central, em torno da qual se analisaram as facilidades, dificuldades e estratégias para o autocuidado do cuidador. Entre as dificuldades, foram evidenciadas: tempo insuficiente para os cuidados com a saúde e, entre as facilidades, o apoio de outros familiares. As principais estratégias foram: apoio na fé; revezamento nos cuidados e recursos na comunidade. Concluiu-se que orientações no momento da alta e o acompanhamento de enfermagem após a alta contribuem para o autocuidado do cuidador, atuando sobre suas dificuldades e estimulando suas potencialidades.

  3. Determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas em hospitais em localidade da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walter Fonseca

    1996-02-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar os determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas por complicações decorrentes dos abortos, nos hospitais-maternidades públicos em Fortaleza, CE (Brasil foram entrevistadas 4.359 pacientes entre 1º de outubro de 1992 e 30 de setembro de 1993. Os dados foram coletados através de questionário estruturado. São apresentados os determinantes dos abortos provocados em 2.084 (48% mulheres classificadas como tendo induzido aborto. Dois terços (66% das mulheres relataram a indução do aborto com o uso isolado do Cytotec(R (misoprostol ou associado a outro meio abortivo. Os resultados indicam que, na população estudada, a indução do aborto é prática comum entre jovens, solteiras (ou que vivem sem um parceiro estável, de baixa paridade, com escolaridade incipiente e não-usuárias de métodos contraceptivos. Recomenda-se a realização de estudos que investiguem os conhecimentos relacionados a percepções, conceitos culturais do aborto, e às razões por que mulheres pobres fracassam na adoção de métodos de planejamento familiar.

  4. Determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas em hospitais em localidade da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Walter

    1996-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar os determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas por complicações decorrentes dos abortos, nos hospitais-maternidades públicos em Fortaleza, CE (Brasil foram entrevistadas 4.359 pacientes entre 1º de outubro de 1992 e 30 de setembro de 1993. Os dados foram coletados através de questionário estruturado. São apresentados os determinantes dos abortos provocados em 2.084 (48% mulheres classificadas como tendo induzido aborto. Dois terços (66% das mulheres relataram a indução do aborto com o uso isolado do Cytotec(R (misoprostol ou associado a outro meio abortivo. Os resultados indicam que, na população estudada, a indução do aborto é prática comum entre jovens, solteiras (ou que vivem sem um parceiro estável, de baixa paridade, com escolaridade incipiente e não-usuárias de métodos contraceptivos. Recomenda-se a realização de estudos que investiguem os conhecimentos relacionados a percepções, conceitos culturais do aborto, e às razões por que mulheres pobres fracassam na adoção de métodos de planejamento familiar.

  5. Composição de ácidos graxos do leite materno em mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Y. Nishimura

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a composição de ácidos graxos do leite humano maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira. MÉTODOS: Amostras de leite materno maduro foram obtidas de 47 mulheres lactantes com idade entre 18 e 35 anos, que tiveram partos a termo e em aleitamento exclusivo ou predominante. A coleta de leite se deu a partir da 5ª semana pós-parto, por meio de ordenha manual. A composição de ácidos graxos do leite foi determinada por cromatografia gasosa. RESULTADOS: Verificou-se que a concentração de eicosapentaenoico (0,08% foi superior ao observado em estudos brasileiros prévios. Entretanto, o teor de docosahexaenoico (0,09% encontrado no leite humano foi um dos menores já verificados no mundo. O teor de ácidos graxos trans (2,05% foi similar ao relatado em estudos nacionais prévios à obrigatoriedade de declaração do teor deste em rótulos de alimentos, sugerindo que esta medida não surtiu efeito na redução de seu teor na dieta habitual das mulheres. CONCLUSÕES: Baixo teor de docosahexaenoico e elevada concentração de ácidos graxos trans foram verificados no leite materno maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira.

  6. Limites e possibilidades da militância política em um movimento social rural de mulheres

    OpenAIRE

    Salvaro, Giovana Ilka Jacinto; Lago, Mara Coelho de Souza; Wolff, Cristina Scheibe

    2014-01-01

    Em um contexto de lutas de gênero, nas últimas três décadas, diferentes movimentos sociais rurais de mulheres contribuíram para a produção e reconhecimento da trabalhadora rural como sujeito político de direitos. Neste artigo, com o objetivo de analisar limites e possibilidades da militância política em um movimento social rural de mulheres, articulam-se os temas lutas de gênero e subjetividades. Para tanto, são retomadas e ampliadas reflexões apresentadas em pesquisa que fundamentou a tese d...

  7. Lugar de mulher é em casa?: cotidiano, espaço e tempo entre mulheres de famílias de pescadores

    OpenAIRE

    ANDERSON, Kirla Korina dos Santos

    2007-01-01

    Trata da compreensão da participação de homens e mulheres na manutenção doméstica de famílias de pescadores no Distrito de Icoaraci, município de Belém/PA. Para isso, observei, analisei e interpretei como organizam as atividades em casa e na pesca, partindo das expectativas que influenciam suas práticas cotidianas por gênero e dando atenção, especialmente, para os espaços freqüentados e organização do tempo pelas mulheres. Como procedimento metodológico, utilizei dados do Anuário ...

  8. A mulher na festa: regras, comportamentos e expectativas em relação às mulheres nos bailes de Rio Grande (década de 1950

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Pelissari

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo procura analisar o lugar da mulher nos bailes que aconteciam em Rio Grande na década de 1950. Por meio de “crônicas sociais” do jornal Rio Grande e de depoimentos de algumas freqüentadoras destas festas pode-se ter uma idéia de como se dava a diferenciação entre homens e mulheres nestes espaços e quais eram as regras e o comportamento esperado e adequado para as mulheres.

  9. Um fim à negligência em relação aos problemas da mulher negra!

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Jones

    2017-10-01

    Full Text Available O artigo é a tradução de um ensaio publicado originalmente em 1949, pela intelectual e ativista negra Claudia Jones na revista Political Affairs. No ensaio, Jones demonstra as origens e as múltipmas dimensões da dinâmica do sistema de opressão a que eram submetidas mulheres negras e critica a inabilidade dos comunistas estadunidenses em mobilizá-las. Ao argumentar que as mulheres negras compunham a fração superexplorada da classe trabalhadora, a autora as posiciona como parecela central da militância internacional contra o fascismo e o imperialismo.

  10. Mulher na Mídia: uma análise crítica das abordagens sobre casos de violência contra mulher em jornais do Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geysa Fernandes Ribeiro

    2017-06-01

    Full Text Available Neste trabalho temos a preocupação de analisar criticamente as abordagens dos jornais maranhenses “O Estado” e “Jornal Pequeno” sobre os casos de violência contra as mulheres nos anos de 2013 a 2015, avaliando 307 reportagens. Além disso, pretendemos identificar como a imagem da mulher é construída pela mídia, verificar os discursos utilizados nos jornais ao relatar casos de violência contra a mulher, discutir a relevância dada a esses tipos de violência e destacar a frequência com que os jornais reservam espaços para comunicar as formas de denúncia em situações que envolvem violência à mulher. Para tanto, foi utilizado o método de abordagem dialético, que considera que os fatos não podem ser considerados fora do seu contexto social. Nesta pesquisa discutimos gênero como uma categoria que é construída socialmente e sua relação com o fenômeno da violência. Destacamos o espaço de poder ocupado pela mídia, mostrando como esta pode construir o discurso da violência e ser até certo ponto conivente com tipos de violação.  A partir das análises realizadas, é possível constatar que há nas notícias publicadas nos jornais impressos mais destaque às imagens do que à contextualização dos fatos. Dessa forma, podemos perceber que: os casos de violência contra as mulheres estão na sua grande maioria nas páginas policiais dos jornais; mesmo quando uma notícia não se refere exclusivamente a uma prática feminina é a figura da mulher que é colocada em evidência; os discursos utilizados para falar sobre a violência contra a mulher é meramente descritivo; só são temas de reportagens as violências físicas e sexuais; e não há nos casos de violência, informações sobre as leis e políticas públicas que podem assegurar as mulheres em situação de violência. De modo geral, os jornais têm sido um espaço muito mais comercial do que propriamente informativo.Palavras- chave: Mulher, Violência e Mídia

  11. Avaliacao da seguranca de diferentes doses de suplementos de acido folico em mulheres do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Quenia dos Santos

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Avaliar a distribuição da ingestão de ácido fólico e a segurança de diferentes doses de suplementos em mulheres em idade reprodutiva. MÉTODOS Foram utilizados dados de consumo a partir de dois dias não consecutivos de registro alimentar de 6.837 mulheres em idade reprodutiva (19 a 40 anos participantes do Inquérito Nacional de Alimentação, módulo da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009. Médias e percentis de consumo habitual de folato natural e ácido fólico foram estimados utilizando o método do National Cancer Institute . Cinco cenários foram simulados somando-se diferentes doses diárias de fortificação (400 mcg, 500 mcg, 600 mcg, 700 mcg e 800 mcg ao ácido fólico oriundo dos alimentos consumidos pelas mulheres. Comparou-se o total de ácido fólico (dieta + suplemento com o nível máximo de ingestão tolerável (UL = 1.000 mcg para definir a dose segura de suplementação. RESULTADOS Mulheres com ingestão habitual de ácido fólico acima do nível máximo de ingestão tolerável foram observadas para doses de suplemento de 800 mcg (7,0% das mulheres. Abaixo desse valor, qualquer dose de suplementação mostrou-se segura. CONCLUSÕES O uso de suplementos de até 700 mcg de ácido fólico mostrou-se seguro.

  12. Relacionamentos Afetivo-Familiares em Mulheres com Anorexia e Bulimia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Leonidas

    Full Text Available RESUMOEste estudo teve por objetivo investigar a rede social de apoio de mulheres com anorexia e bulimia, com ênfase em suas relações afetivo-familiares. A amostra foi composta por 12 participantes atendidas em hospital universitário. Os instrumentos utilizados foram: roteiro de entrevista semiestruturada, Mapa de Rede e Genograma. Os resultados indicaram que as redes sociais das participantes têm configuração restrita, com proeminência de membros da família em sua composição. Os relacionamentos familiares oscilam, contudo, entre turbulência e distanciamento afetivo. As relações de afeto mantidas com pais, cônjuges e namorados são marcadas por divergências e insatisfações. A baixa densidade da rede de amizades e o empobrecimento da vida social resultam em isolamento e dificuldades de dar início e/ou manter relacionamentos afetivos duradouros.

  13. Em Briga de Marido e Mulher a Educação Mete a Colher: a Atuação do Profissional de Pedagogia no Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lana Claudia Macedo da Silva

    2017-06-01

    Full Text Available O estudo objetiva investigar as ações educativas desenvolvidas no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM em Situação de Violência, bem como, compreender o trabalho exercido pela profissional de pedagogia no combate à violência contra a mulher. O CRAM faz parte da rede de enfrentamento de políticas para mulheres, instituído a partir da Conferência de Belém do Pará (1994 e efetivado em 2006, com a criação da Lei Maria da Penha. Este Centro é responsável por realizar ações psicossociais e pedagógicas, sendo um novo campo de atuação em ambientes não escolares para os profissionais da pedagogia. É importante considerar que o CRAM-Ananindeua atende mulheres e crianças de faixas etárias diversas, grau de escolaridade e diferentes níveis socioeconômicos. A pesquisa qualitativa pautou esta investigação por meio de entrevista semiestruturada e observação, buscando conhecer os atendimentos realizados e as práticas educativas abordadas. Essas informações foram cruciais para perceber que há outra possibilidade de intervir em relação à violência contra mulher, e o profissional da pedagogia é essencial nas diversas redes de apoio. No percurso deste estudo foi possível conhecer de maneira abrangente a atuação do profissional de pedagogia nesta instituição, e a relevância da educação ao se falar de violência contra a mulher. O CRAM trabalha a desconstrução da naturalização da violência e o empoderamento das mulheres em situação de violência. Considera-se que a educação representa um dos aspectos cruciais para a mudança de comportamento e adoção de medidas para a redução de casos de violência, uma vez que a cultura machista e a sociedade intolerante contribuem para os altos índices de casos e vítimas, daí a relevância do tema em diferentes espaços educativos.

  14. Associação entre autocuidado e reinternação hospitalar de pacientes com insuficiência cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Chlalup Linn

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: verificar associação entre o autocuidado e o número de reinternações hospitalares de pacientes com diagnóstico de insuficiência cardíaca (IC descompensada, bem como testar a aplicabilidade de dois instrumentos de avaliação de autocuidado. Estudo longitudinal, realizado em um hospital de referência cardiológica do sul do Brasil. Método: foram incluídos 82 pacientes, com idade média de 61,85±12,33 anos, 57,3% do sexo masculino. O escore médio da avaliação de autocuidado encontrado pelas escalas European Heart Failure Self-care Behavior Scale e a Escala de Autocuidado para Pacientes com Insuficiência Cardíaca foi insatisfatório. Resultados: foi verificada uma média de 2,57±1,66 reinternações hospitalares no último ano por descompensação da IC. Houve correlação entre os escores de autocuidado com número de reinternações hospitalares por IC descompensada. Escolaridade e idade mostraram-se associadas ao autocuidado dos pacientes com IC. Conclusão: ambas as escalas avaliam o autocuidado de forma relevante, sendo correlacionados os seus índices.

  15. Opinião de mulheres de baixa renda, residentes em cidade do interior sobre planejamento familiar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anamaria Carneiro

    1987-03-01

    Full Text Available Apresenta opinião de mulheres de baixa renda, residentes em zona rural do interior, sobre concepção e contracepção; identifica o nível de conhecimento sobre planejamento familiar e demonstra os aspectos sócio-culturais que influenciam na opinião destas mulheres.

  16. Avaliação da qualidade de vida em mulheres com cancro da mama: Estudo exploratório com 55 mulheres angolanas

    OpenAIRE

    Duarte, Ilda da Conceição Afonso Sebastião

    2013-01-01

    Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde apresentada ao ISPA - Instituto Universitário Objetivo: Avaliar a QDV das mulheres angolanas, diagnosticadas com cancro da mama, tratadas no Centro Nacional de Oncologia (CNO)/Luanda e identificar o papel das variáveis sociodemográficas e clínicas, uma vez que as causas da observância desproporcional da morbimortalidade entre mulheres brancas e negras com essa doença, ainda não estão bem definidas, e as desvantagens apontadas na li...

  17. Polimorfismos em genes de reparo do DNA (XPC, ERCC1, XRCC7) em mulheres com câncer do colo do útero

    OpenAIRE

    Saffar, Issamir Farias [UNIFESP

    2010-01-01

    Estudos demonstram que polimorfismos em genes relacionados ao reparo do DNA estão envolvidos na patogênese de diversas doenças neoplásicas, como o câncer ginecológico, particularmente o câncer do colo do útero. O presente estudo, caso-controle, compara os polimorfismos dos genes XPC, ERCC1 e XRCC7 em 77 mulheres com câncer cervical (70 casos de carcinoma espinocelular e 7 casos de adenocarcinoma do colo do útero) e 73 mulheres saudáveis atendidas no Hospital do Câncer Alfredo Abrão, entre Jun...

  18. O mito do gaúcho em A casa das sete mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Menger, Amanda da Silva

    2011-01-01

    Full Text Available O presente artigo, O mito do gaúcho em A Casa das Sete Mulheres, trata do mito do gaúcho. Aborda desde o seu conceito, a sua formação até a perpetuação. Para isso, o trabalho faz uma retomada histórica do gaúcho, entre o pária e o herói e a influência da História e das Tecnologias do Imaginário, teoria proposta por Juremir Machado da Silva (2003, para esta mudança. O artigo também trata da imagem do gaúcho apresentada pela minissérie A Casa das Sete Mulheres

  19. DÉFICITS DE AUTOCUIDADO DE IDOSAS INSTITUCIONALIZADAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natasha Marques Frota

    2012-01-01

    Full Text Available Estudio descriptivo, cuyo objetivo fue identificar las deficiencias de autocuidado de ancianas institucionalizadas. Desarrollado durante en 2009, en hogar de ancianos en Fortaleza - CE, Brasil. Para recoger los datos, se utilizó entrevista semiestructurada, centrándose en factores condicionantes y requisitos de autocuidado, aplicadas a 24 ancianas. Los resultados señalaron que las principales razones que llevaron a la institucionalización fueron: ausencia de familiares, falta de disponibilidad de niños para prestación de la atención y necesidad de vivir en ambiente de paz, sin conflictos. Déficit de autocuidado se relacionaron con los factores: hidratación, eliminación, sueño y descanso, mantenimiento de la salud, interacción social, adaptación institucional para el medio ambiente y cambios en el ciclo de vida, control de problemas de salud crónicos. De las demandas y/o necesidades de autocuidado identificadas, el sistema de apoyo educativo de Orem podrá ofrecer intervenciones de enfermería con objetivo de involucrar a las ancianas en acciones de autocuidado.

  20. Intenções reprodutivas de mulheres que vivenciam regime de alta fecundidade em um grande centro urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Muniz Néquer Soares

    2013-09-01

    Full Text Available Neste estudo quantitativo e de base populacional objetivou-se identificar as intenções reprodutivas de mulheres com cinco ou mais filhos, residentes em Curitiba, Paraná. Foram entrevistadas 441 mulheres em seus domicílios entre os anos de 2006 a 2008. Calcularam-se frequências, e o teste t de Student e o coeficiente de Spearman para algumas variáveis. Para análise das perguntas abertas utilizou-se a análise de conteúdo e se elaboraram tabelas com as categorias e as respectivas frequências. O estudo revelou que para 51% das mulheres o número ideal de filhos seria dois; 10% tiveram o número de filhos que desejavam. Em 113 casos (40,4% o marido preferia ter um número maior de filhos do que as mulheres. Identificaram-se dificuldades na definição e na conquista da fecundidade desejada, falhas na assistência à saúde reprodutiva e desigualdades sociais e de gênero. O monitoramento pelos gestores de saúde dos diferenciais de fecundidade é necessário para o alcance da justiça social e a garantia dos direitos humanos, sexuais e reprodutivos, no Brasil.

  1. Fatores associados à obesidade global e à obesidade abdominal em mulheres na pós-menopausa

    OpenAIRE

    França,Ana Paula; Aldrighi,José Mendes; Marucci,Maria de Fátima Nunes

    2008-01-01

    OBJETIVOS: avaliar a prevalência de obesidade global e obesidade abdominal, em mulheres pós-menopausa, segundo o grau de instrução, nível de atividade física, uso de terapia hormonal na menopausa (THM) e paridade. MÉTODOS: foram entrevistadas 157 mulheres na pós-menopausa, atendidas em dois ambulatórios públicos da cidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. A obesidade foi determinada segundo o índice de massa corporal (IMC > 30,0) e segundo o percentual de gordura corporal (%GC > 37%). A obesid...

  2. A permanência de mulheres em situações de violência: considerações de psicólogas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Madge Porto

    Full Text Available O objetivo desse artigo é identificar o que pensam psicólogas que atendem ou atenderam mulheres em situação de violência doméstica/conjugal, e as motivações para a permanência de algumas delas nessas situações. A proposta metodológica é um estudo qualitativo, utilizando-se entrevistas semiestruturadas e análise de conteúdo. Os resultados apontam como motivação para as mulheres permanecerem em situação de violência: a força do patriarcado; as marcas identitárias do amor romântico e os ganhos secundários das mulheres na experiência vivida. Esses resultados confirmam em parte estudos anteriores, porém, algo novo se destaca. Ao contrário do que apresentam alguns estudos, as psicólogas consideram a determinação sociocultural do fenômeno da violência contra as mulheres na construção do sofrimento psíquico e da intervenção proposta.

  3. As mulheres em sua família: Mesopotâmia, 2º milênio a.C.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brigitte Lion

    2005-12-01

    Full Text Available As fontes cuneiformes do 2º milênio a.C. fornecem uma abundante documentação sobre as mulheres mesopotâmicas. A partir dos códigos de leis e de numerosos arquivos privados, é possível reconstituir a vida das mulheres comuns em seu quadro familiar. Este artigo analisa a condição feminina através dos diferentes costumes matrimoniais, da situação econômica das mulheres, bem como de suas atividades no interior do lar.

  4. Preconceito de gênero em mulheres praticantes do esporte universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hillebrand, Marinez Domeneghini

    2008-01-01

    Full Text Available As mulheres atletas sempre tiveram de encarar o preconceito social em relação à prática de determinados esportes. Este artigo que aborda o tema preconceito, foi realizado com parte dos dados de um estudo pioneiro quanti-qualitativo, realizado no Parque Esportivo da PUCRS entre abril e setembro de 2006, com 43 mulheres voluntárias e participantes do Esporte Universitário na PUCRS, onde se buscou compreender como a prática esportiva influenciou sua qualidade de vida. Desse total, 11, praticavam futsal. Estas, foram submetidas às duas fases do estudo, sendo que na segunda fase, quatro praticantes de futsal responderam a uma entrevista semi-estruturada com quatro perguntas. Os dados coletados foram submetidos a uma avaliação estatística e a uma análise de conteúdo. Os resultados encontrados mostraram que essas mulheres possuem uma boa percepção de sua qualidade de vida para os cinco domínios avaliados pelo questionário. As entrevistas salientaram a presença do preconceito de gênero envolvido com a prática de futsal, mostrando a existência de uma opinião formada na sociedade em geral (um estereótipo, reforçada até pelas próprias famílias, de que as mulheres que praticam futsal são "machonas" e pouco "femininas". Ficou clara a importância da luta contra os preconceitos e a discriminação que envolvem essas atletas, buiscando o respeito da sociedade pela escolha dessa prática esportiva

  5. Problemas ginecológicos mais freqüentes em mulheres soropositivas para o HIV

    OpenAIRE

    Melo, Victor Hugo de; Araújo, Angela Cristina Labanca de; Rio, Suzana Maria Pires do; Castro, Lúcia Porto Fonseca de; Azevedo, Andrea Alves de; Castro, Mariana Moreira de

    2003-01-01

    OBJETIVO: apresentar os achados ginecológicos mais freqüentes de uma coorte de 300 mulheres infectadas pelo HIV, acompanhadas ambulatorialmente. MÉTODOS: estudo prospectivo e descritivo de mulheres HIV-soropositivas atendidas em clínica ginecológica, no período de novembro de 1996 a dezembro de 2002. As pacientes foram submetidas ao protocolo de atendimento ginecológico que incluiu anamnese, exame ginecológico, colpocitologia oncótica (Papanicolaou), pesquisa de HPV (PCR) e colposcopia. A bió...

  6. Adesão das pessoas com diabetes mellitus ao autocuidado com os pés

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dinah Sá Rezende Neta

    2015-02-01

    Full Text Available Objetivo: analisar o autocuidado de pacientes com diabetes mellitus tipo 2 na Estratégia Saúde da Família, em Teresina-PI. Método: pesquisa transversal selecionou, por amostragem probabilística simples, 331 pessoas com diabetes mellitus. A coleta de dados aconteceu de agosto a dezembro de 2012, com uso de questionário de atividades de autocuidado com o diabetes e instrumento estruturado para registro de informações socioeconômicas e orientações recebidas pelo profissional enfermeiro. Resultados: os dados revelaram que os pacientes têm baixa adesão à automonitorização glicêmica, à prática de exercícios físicos e cuidados com os pés, porém com boa aderência ao uso da medicação. Apenas 38,7% da amostra examinavam os pés de cinco a sete dias na semana. Houve associação estatisticamente signifi cativa entre as atividades de autocuidado com os pés e as orientações do enfermeiro (p < 0,05. Conclusão: conclui-se que há necessidade de sensibilização no concernente ao desenvolvimento de habilidades para o autocuidado.

  7. Estudo da associação entre hipertonia do complexo esfincteriano anal e dispareunia em mulheres adultas

    OpenAIRE

    Fernandes, Samantha Figueiredo Frota

    2012-01-01

    Existem várias associações entre causas orgânicas e dispareunia, no entanto há poucos estudos que examinam sua relação com a hipertonia da musculatura do assoalho pélvico. Portanto, mulheres com hipertonia neste grupo muscular caracterizam uma amostra relevante para investigar a ocorrência de dispareunia. Objetivo: Estudar a possível associação entre hipertonia do complexo esfincteriano anal e dispareunia em mulheres adultas. Método: Participaram do estudo 57 mulheres, com idade de 18 a 51 an...

  8. Prevalência de isquemia miocárdica na cintilografia em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Augusto Message dos Santos

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: No período pós-menopausa, a presença dos fatores de risco para doença arterial coronária (DAC aumentam. Entretanto, não é bem estabelecida a diferença de prevalência de isquemia miocárdica em mulheres pré/pós-menopausa com múltiplos fatores de risco para DAC. OBJETIVO: Comparar a prevalência de isquemia na cintilografia de perfusão miocárdica com sestamibi-99mTc (CPM em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa e avaliar se a menopausa pode ser considerada fator preditor de risco independente para isquemia em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC. MÉTODOS: Analisamos, retrospectivamente, 500 CPM de mulheres pré/pós-menopausa, com múltiplos fatores de risco cardiovascular. A análise estatística foi realizada por teste exato de Fisher e pelas análises univariada e multivariada, sendo considerado significativo o valor de p < 0,05. RESULTADOS: Do total, 55,9% das mulheres estavam no período pós-menopausa, 83,3% eram hipertensas, 28,9% diabéticas, 61,2% dislipidêmicas, 32,1% tabagistas, 25% obesas e 34,3% já apresentavam DAC conhecida. No grupo pós-menopausa, as mulheres eram mais hipertensas, diabéticas e dislipidêmicas, e tiveram menor capacidade funcional no teste ergométrico (p = < 0,005. Não houve diferença estatística significativa na presença de isquemia na CPM entre os grupos pré/pósmenopausa (p = 0,395. A única variável associada à isquemia na CPM foi a presença de DAC prévia (p = 0,004. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sugerem que, em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC, a menopausa não foi fator preditor independente de isquemia na CPM. Essas informações reforçam a ideia de que a investigação de isquemia pela CPM em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC talvez deva iniciar antes da menopausa.

  9. O Círculo de Cultura: estratégia de educação popular em saúde para trabalhadoras rurais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucimare FERRAZ

    2014-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de educação popular, orientada pelo Círculo de Cultura, sobre os riscos laborais presentes no cotidiano de trabalho das mulheres trabalhadoras rurais. Realizou-se uma pesquisa-ação, com abordagem qualitativa. Participaram 16 profissionais da Estratégia Saúde da Família e 15 mulheres de um município de Santa Catarina. Foram realizadas entrevistas individuais com os profissionais, observação da rotina de trabalho das mulheres e atividades de Educação Popular em Saúde. O material discursivo foi analisado pela técnica de Análise de Conteúdo. As interpretações desse material permitiram conhecer os riscos presentes nas atividades das mulheres trabalhadoras, e o desenvolvimento do Círculo de Cultura proporcionou, pelos saberes dos participantes, a produção de conhecimentos para o enfrentamento dos riscos laborais e o fomento do autocuidado no trabalho no meio rural. Por fim, considera-se que Círculo de Cultura é uma estratégia de educação em saúde que possibilita a ampliação do conhecimento popular e científico, propiciando avanços na promoção da saúde, na perspectiva de mobilizações individuais, coletivas e sociais.

  10. Déficits de autocuidado em crianças e adolescentes com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Malueska Luacche Xavier Ferreira de Sousa

    2012-01-01

    Full Text Available Investigación descriptive-exploratoria objetivó investigar los requisitos de autocuidado en desvíos de salud asociados a las enfermedades renales crónicas en niños/adolescentes bajo la óptica del referencial teórico de Orem; identificar diagnósticos de enfermería en los déficits de autocuidado con auxilio de la Clasificación Internacional para Práctica de Enfermería y desarrollar intervenciones tras dicha constatación. Se utilizó entrevista semiestructurada con cuatro niños/adolescentes entre 8-13 años de octubre al diciembre/2009. Los déficits fueron encontrados en los requisitos de autocuidado universal, desarrollo y desvíos de salud y formulados diagnósticos como riesgo para alimentación comprometida; control ineficaz de la terapéutica y conocimiento de salud disminuído. El estudio evidenció ser difícil al niño/adolescente convivir con las alteraciones provocadas por la enfermedad. No siendo el niño/adolescente capaz de responder por el proceso asistencial, hace falta sus responsables asumir la condición de agente de autocuidado terapéutico.

  11. Diagnóstico de saúde das mulheres em idade fértil de Sergipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alzira Maria D'avila Nery Guimarães

    1996-03-01

    Full Text Available Relato parcial de uma pesquisa realizada pela Secretária de Estado da Saúde em parceria com o UNICEF, intitulado de Diagnóstico Matemo-lnfantil cio Estado de Sergipe. Nesta pesquisa as autoras realizam uma abordagem parcial sobre a saúde das mulheres em idade fértil. Objetivo: Medir por amostragem a nível estadual os indicadores: estado civil, idade da menarca, início da vida sexual, gravidez, abortos, prevenção do câncer cérvico-uterino e mama, anticoncepção e utilização dos serviços de saúde. Os resultados foram coletados através da aplicação de um formulário estruturado, abrangendo variáveis préconcepcionais, biológicas e sociais. Os dados obtidos fornecem subsídios para ampla discussão sobre a saúde das mulheres em Sergipe.

  12. Cuidar integral da equipe multiprofissional: discurso de mulheres em pré-operatório de mastectomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Tamyres Santos do Nascimento

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar a atuação da equipe multiprofissional, no que tange a preparação de mulheres em pré-operatório de mastectomia. Métodos: Trata-se de uma pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, realizada na clínica cirúrgica de um hospital público, em João Pessoa - PB. A amostra foi composta por sete mulheres que iriam se submeter à mastectomia. A coleta de dados foi iniciada após parecer favorável do Comitê de Ética em Pesquisa nº 751/10 e CAAE nº 0578.0.126.000-10, no período de fevereiro a maio de 2011, por meio da técnica de entrevista gravada. Resultados: Os dados obtidos foram analisados mediante a técnica do Discurso do sujeito coletivo, gerando quatro ideias centrais, destacando a atuação da equipe multiprofissional, contemplando orientações pertinentes ao procedimento cirúrgico, pré-operatórias, apoio psicológico, espiritual e nutricional. Conclusão: Conclui-se que existe a necessidade de uma maior integração da equipe multiprofissional, para propiciar melhor assistência à mulher no período pré-operatório de mastectomia.

  13. Teoria de Orem aplicada a intervenciones durante embarazo y climaterio Aplicação da Teoria de Orem em intervenções durante a gestação e climatério Applications of Orem's Theory in addressing interventions during pregnancy and climateric

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alide Salazar Molina

    2009-08-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo es desarrollar aplicaciones de la teoría de Autocuidado de Orem, para el abordaje de intervenciones de enfermería el embarazo y climaterio, y determinar su utilidad como un marco teórico para el abordaje del autocuidado durante las fases de desarrollo. Se concluye que la aplicación de este marco teórico, en la asistencia de mujeres durante el embarazo y climaterio, por parte de enfermeras y enfermeras obstétricas contribuye a identificar los requisitos de autocuidado, las intervenciones requeridas, la necesidad de autocuidado y los métodos de ayuda que las mujeres requieren con especial énfasis en la capacitación y desarrollo de la capacidad de autocuidado.O objetivo deste trabalho foi desenvolver aplicações da Teoria do Autocuidado de Orem para realizar intervenções em enfermagem durante a gestação e climatério, mas tentamos também determinar a sua utilidade como marco teórico para pensar (ou planejar o autocuidado nestas fases da vida da mulher. Pudemos observar que a aplicação desta teoria e a sua utilidade como marco teórico na assistência à mulheres durante a gestação e climatério, por parte de enfermeiras e enfermeiras obstétricas, contribuiu não só para identificar os requisitos necessários para o autocuidado e planejar as intervenções requeridas e as necessidades específicas de autocuidado, mas constatamos também que esta pode ser a base para elaboração de métodos de desenvolvimento da ampliação da capacidade feminina para o auto-cuidado.The aim of this paper is to develop applications of Orem's Theory of Self Care in order to address nursing interventions during pregnancy and menopause, and to determine its usefulness as a theoretical framework for addressing self care during stages of development. It is concluded that the application by nurses and midwives of this theoretical framework, in assisting women during pregnancy and menopause, contributes to identifying the

  14. Alterações de equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres no ciclo gravídico puerperal

    OpenAIRE

    Eufrásio, Laiane Santos

    2015-01-01

    INTRODUÇÃO: O ciclo gravídico-puerperal causa inúmeras transformações na vida da mulher, sejam elas físicas, hormonais, emocionais ou sociais. Tais alterações podem afetar o equilíbrio postural e a qualidade de vida dessas mulheres na gravidez, podendo persistir no pós-parto. OBJETIVO: Analisar alterações no equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres na gravidez e no pós-parto. METODOLOGIA: Este estudo foi composto por 47 mulheres participantes do Curso para Gestant...

  15. Violência física e homicídios em mulheres rurais : vulnerabilidades de gênero e iniquidades sociais

    OpenAIRE

    Potiguara de Oliveira Paz

    2013-01-01

    Este estudo aborda as lesões corporais e os homicídios em mulheres rurais em oito municípios da metade sul do Rio Grande do Sul no período de 2006 a 2010. O objetivo geral é descrever e analisar o perfil epidemiológico e sócio demográfico dos crimes de lesão corporal e homicídios em mulheres rurais e reconstruir as histórias e as circunstâncias das mortes na perspectiva das vulnerabilidades de gênero, nos municípios da metade sul do Rio Grande do Sul, no período de 2006 a 2010. Tratase de um ...

  16. Prevalence and multiplicity of HPV in HIV women in Minas Gerais, Brazil Prevalência e multiplicidade do HPV em mulheres infectadas pelo HIV em Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christine Miranda Corrêa

    2011-08-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To detect the frequency and subtypes of HPV in the uterine cervix of HIV-infected women. METHODS: Sample consisted of 288 HIV-infected women, recruited from the public health system of five cities of Minas Gerais, Brazil. Women were seen from August 2003 to August 2008. Cervical samples were collected for cytological analysis and for HPV DNA detection, using polymerase chain reaction (PCR. HPV DNA was classified according to its oncogenic potential in low risk (types 6, 11 and high risk (types 16, 18, 31, 33, 35. Colposcopy was performed, followed by cervical biopsy when necessary. Categorical variables were compared using the Chi-squared test, with a significance level established at the 5% level. RESULTS: HPV prevalence was 78.8%. Most frequent genotypes were HPV-6 (63.9% and HPV-16 (48.5%. High-risk HPV were observed in 70.5% of the women; low-risk in 71.4%; both high and low-risk HPV were detected in 55.1% of the patients. Multiple HPV genotypes were detected in 64.8% of the patients; two genotypes in 23.8%, and three in 18.9%. CONCLUSION: HPV prevalence was high among HIV-infected women. Multiple HPV genotypes were common in samples from the uterine cervix of HIV-infected womenOBJETIVO: Detectar a frequência e os subtipos do HPV na cérvice uterina de mulheres infectadas pelo HIV. MÉTODOS: A amostra era composta por 288 mulheres infectadas pelo HIV, recrutadas do sistema público de saúde de cinco cidades de Minas Gerais, Brasil. As mulheres foram avaliadas de agosto de 2003 a agosto de 2008. Amostras cervicais foram coletadas para análise citológica e para detecção do HPV DNA, usando a reação em cadeia de polimerase (PCR. O HPV DNA foi classificado de acordo com seu potencial oncogênico em baixo risco (tipos 6,11 e alto risco (tipos 16, 18, 31, 33, 35. Foi realizada colposcopia, seguida de biópsia cervical, quando indicada. Variáveis categóricas foram comparadas usando o teste do quiquadrado, com nível de signific

  17. Transtornos mentais comuns e uso de psicofármacos em mulheres atendidas em unidades básicas de saúde em um centro urbano brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Longo Borges

    2015-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC em mulheres atendidas em unidades de atenção básica em um centro urbano brasileiro, assim como o impacto desses transtornos sobre a qualidade de vida (QV, a associação de fatores sociodemográficos a TMC e QV e a prevalência de uso e padrão de utilização de psicofármacos na amostra estudada. MÉTODOS: Nesta pesquisa quantitativa, transversal e correlacional-descritiva, uma amostra estratificada de 365 mulheres foi entrevistada entre maio de 2012 e janeiro de 2013 em cinco unidades básicas de saúde brasileiras. Foram utilizados questionários sociodemográfico e farmacoterapêutico; questionário de autorrelato SRQ-20 para estimar a prevalência de transtornos mentais comuns; e escala de qualidade de vida WHOQOL-bref. Para avaliar o impacto dos TMD na QV, foram utilizados o teste t e modelos de regressão linear. Utilizou-se o teste do qui-quadrado para verificar associações entre TMC e variáveis ​​sociodemográficas. A análise do consumo de psicofármacos foi descritiva. RESULTADOS: A prevalência de TMC foi de 44,1% e a de consumo de psicofármacos de 27,1%. Apenas 5,6% das participantes do estudo tinham registro de diagnóstico psiquiátrico no prontuário. Os psicofármacos eram usados por 41,6% das entrevistadas positivas para TMC e 15,7% das negativas para TMC. Não houve associação entre TMC e variáveis sociodemográficas. Houve associação estatisticamente significativa entre TMC e QV. As mulheres positivas para TMC apresentaram pior QV. Não houve influência de fatores sociodemográficos sobre esse resultado. CONCLUSÕES: Mais atenção é necessária ao padrão de uso e prescrição de psicofármacos na atenção básica. As pacientes com TMC apresentaram prejuízo funcional, evidenciado por escores de QV significativamente menores. A ausência de influência dos fatores sociodemográficos sobre os resultados parece corroborar a proposi

  18. O processo de elaboração de cartilhas para orientação do autocuidado no programa educativo em Diabetes El proceso de elaboración de cartillas para orientar el autocuidado en el programa de educación en Diabetes The process of creating guidebooks for orienting self-care in the Diabetes educational program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heloisa Carvalho Torres

    2009-04-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo descrever a experiência da elaboração de cartilhas sobre a educação do autocuidado realizada junto aos indivíduos com Diabetes do Hospital-Escola, por docentes e alunos de graduação da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais. A partir das oficinas de saúde realizada com docentes e alunos, foram levantados problemas e questões relacionadas ao autocuidado em Diabetes. Com base na filosofia freireana, foram realizados encontros com os indivíduos com Diabetes, seguindo um roteiro de trabalho para a construção das cartilhas que incluiu a seleção de conteúdos, estilo e formato do material. A criatividade presente nas imagens durante as discussões sobre os assuntos fez dos encontros um rico momento de troca, em que os participantes expuseram idéias, valores, crenças, e histórias de vida. As mensagens foram bem planejadas, compreensíveis e atrativas, e os indivíduos consideraram-nas eficazes para auxiliar nas atividades educativas e no autocuidado em Diabetes.Este estudio objectivó describir la experiencia de elaborar cartillas para educar sobre el autocuidado. Ejecutado por docentes y alumnos de graduación de la Escuela de Enfermería de la Universidad Federal de "Minas Gerais" con personas Diabéticas del Hospital/Escuela. Realizando talleres en salud, ejecutado por docentes y alumnos, siendo levantados problemas y preguntas relacionadas al autocuidado en Diabetes. Fundamentados en Freire fueron realizadas reuniones con personas diabéticas utilizando una guía de trabajo para la construcción de cartillas, que incluyó la selección de contenidos, estilo y formado del material. La creatividad en las imágenes generó discusiones de intercambio enriquecedoras sobre el asunto, en las cuales los participantes expusieron ideas, valores, creencias e historia de vida. Los mensajes fueron muy bien planificados, comprensibles y atractivos, siendo considerados por los sujetos eficaces

  19. Aborto provocado e violência doméstica entre mulheres atendidas em uma maternidade pública de Salvador-BA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2011-12-01

    Full Text Available Estudo quantitativo, com o objetivo de estudar a violência doméstica em mulheres em situação de aborto provocado. Foram entrevistas 147 mulheres internadas por aborto provocado numa maternidade pública, na cidade de Salvador-BA. Os sujeitos foram, na maioria, mulheres jovens, negras, com baixa escolaridade, dependentes economicamente dos cônjuges, que vivenciam violência psicológica, física e sexual cometida pelos cônjuges. Quase metade das mulheres vivenciou violência doméstica durante a gravidez atual, sendo este o motivo do aborto para 67% delas. Conclui-se que existe uma associação entre a vivência de violência doméstica e o aborto provocado. Isso repercute na saúde mental das mulheres, que desenvolvem sintomas do transtorno de estresse pós-traumático. Necessita-se, portanto, de um olhar por parte dos profissionais de saúde de modo a identificar a violência doméstica enquanto agravo e associá-la ao aborto provocado, o que requer transformação no modelo de formação, incorporando a violência doméstica como objeto da saúde.

  20. Recursos sociais para apoio às mulheres em situação de violência em Ribeirão Preto, SP, na perspectiva de informantes-chave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Antônio dos Santos

    Full Text Available Objetivou-se conhecer as organizações envolvidas no atendimento de mulheres em situação de violência, considerando a rede de agências e equipamentos sociais disponíveis. Utilizou-se abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas a 11 representantes de instituições como: Polícia Militar, Delegacia de Defesa da Mulher, Conselho tutelar, juízes e promotores da Vara de Infância e Juventude, Vara Criminal e voluntários de duas ONGs. Pela análise de conteúdo, os resultados foram sistematizados em três categorias: missão da organização, limites da atuação e inserção no fluxo de atendimento - e apontaram que os entrevistados, de maneira geral, mostram-se sensibilizados e informados sobre a questão da violência contra a mulher (VCM. Os serviços não têm conhecimento da amplitude da rede de apoio e por isso atuam de modo desarticulado. Em consequência, o fluxo de atendimento pode ficar fragmentado e não permitir acompanhamento em todos os níveis. Os dados indicam necessidade de maior entrosamento e capacitação para profissionais.

  1. Recursos sociais para apoio às mulheres em situação de violência em Ribeirão Preto, SP, na perspectiva de informantes-chave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Antônio dos Santos

    2011-03-01

    Full Text Available Objetivou-se conhecer as organizações envolvidas no atendimento de mulheres em situação de violência, considerando a rede de agências e equipamentos sociais disponíveis. Utilizou-se abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas a 11 representantes de instituições como: Polícia Militar, Delegacia de Defesa da Mulher, Conselho tutelar, juízes e promotores da Vara de Infância e Juventude, Vara Criminal e voluntários de duas ONGs. Pela análise de conteúdo, os resultados foram sistematizados em três categorias: missão da organização, limites da atuação e inserção no fluxo de atendimento - e apontaram que os entrevistados, de maneira geral, mostram-se sensibilizados e informados sobre a questão da violência contra a mulher (VCM. Os serviços não têm conhecimento da amplitude da rede de apoio e por isso atuam de modo desarticulado. Em consequência, o fluxo de atendimento pode ficar fragmentado e não permitir acompanhamento em todos os níveis. Os dados indicam necessidade de maior entrosamento e capacitação para profissionais.

  2. Avaliação do auto-cuidado em pacientes portadores do "pé diabético" atendidos na Policlínica Municipal da Cidade de Sorocaba-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Fassina

    2014-10-01

    Full Text Available Introdução: O Diabetes Mellitus (DM é uma doença de etiologia múltipla, sendo considerada um agravo universal, tomando equivalência como problema de saúde pública devido à sua alta incidência e elevada taxa de morbimortalidade .A neuropatia periférica é uma complicação crônica e evitável do DM,podendo causar o aparecimento do "pé diabético",o qual diminui a produtividade,a qualidade de vida e influencia na sobrevida de seu portador. ;Objetivos: Investigar o conhecimento dos portadores DM tipo 2 em relação ao auto-cuidado com os pés.;Metodologia:Trata-se de um estudo descritivo,à partir da aplicação de questionários em população composta por 100 pacientes de uma amostra não probabilística.Os dados foram analisados e apresentados por meio de freqüência numérica e percentual.;Resultados:Entre os entrevistados,47% eram do sexo feminino e 53% ,masculino.Houve predomínio da faixa de 61 anos ou mais(68%,sendo a maioria casada(54%.Dos entrevistados,27%referem observar os pés de forma ideal,com variações de porcentagem em outros tópicos do questionário.Conclusões: O conhecimento dos diabéticos em relação ao auto-cuidado com os pés varia de acordo com o grau de escolaridade,principalmente.Portanto,se faz necessária a manutenção constante de informações dadas pelos profissionais da saúde.

  3. Desempenho ocupacional de mulheres em situação de rua / Occupacional performance of homeless women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thayane de Cácia Brito Prudente

    2018-01-01

    Full Text Available Introdução: A população em situação de rua caracteriza-se predominantemente pela falta de moradia regular, condição de pobreza extrema e vínculos rompidos ou fragilizados. No entanto, a vida na rua e o acesso aos serviços socioassistenciais tendem a não se configurar da mesma forma para homens e mulheres. Considerando a perspectiva do desempenho ocupacional, os terapeutas ocupacionais se preocupam com os fatores que influenciam o envolvimento dos sujeitos em ocupações. Objetivo: compreender o desempenho ocupacional de mulheres em situação de rua. Métodos: Estudo de abordagem qualitativa, com base na História Oral de Vida. A coleta de dados foi realizada em dois serviços socioassistenciais do Recife que atendem pessoas em situação de rua.  Os dados foram coletados através de entrevistas semiestruturadas e submetidos à Análise de Conteúdo Temática. Resultados/discussão: Foram entrevistadas 8 mulheres com idades entre 20 a 39 anos. A análise resultou em três categorias temáticas: Desempenho Ocupacional na infância, Ida para rua e Desempenho Ocupacional na rua. As categorias forma dividias em: Atividades de Vida Diária (AVDs, Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVDs, Trabalho, Lazer e Participação Social. Observou-se que as mulheres em situação de rua vivenciam um processo de privação ocupacional pela situação de desfiliação em que vivem, com repercussão negativa na qualidade de vida. Conclusão: Neste estudo pode-se observar a dificuldade das mulheres em realizar todas as ocupações, justificando a intervenção da Terapia Ocupacional para favorecer o empoderamento pessoal, a ressignificação do cotidiano e exercício da cidadania.  AbstractIntroduction: The population in street situation is predominantly characterized by a lack of regular housing, an extreme poverty and  weakened or broken bonds. However, street living and access to social assistance services tend not to be configured in the

  4. Sintomas climatéricos e fatores associados em mulheres HIV soropositivas = : Menopausal symptoms and associated factors in HIV-positive women

    OpenAIRE

    Jeffrey Frederico Lui Filho

    2013-01-01

    Resumo: Introdução: Com o surgimento da terapia antirretroviral ocorreu significativa queda da mortalidade por doenças relacionadas ao HIV, transformando assim esta infecção em uma doença crônica. Com o envelhecimento, maior sobrevida da população infectada e, também, pelo surgimento de novos casos na faixa etária climatérica, tem havido aumento significativo na prevalência de mulheres portadoras desse vírus em idade mais avançada. Estudos atuais sugerem que estas mulheres experimentam a meno...

  5. Curto-Circuito, Falta de Linha ou na Linha? Redes de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres em São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecília MacDowell Santos

    2015-05-01

    Full Text Available Este artigo examina as abordagens das/os agentes do Estado sobre violência doméstica e os fatores que condicionam a aplicação da Lei Maria da Penha no que se refere às diretivas para a constituição e expansão de serviços criminais e não criminais a serem integrados em uma “Rede de Enfrentamento à Violência contra Mulheres”. Com base em uma pesquisa de campo realizada na cidade de São Paulo entre 2012 e 2014, o artigo mostra que, além das delegacias da mulher criadas nos anos 1980 e 1990, surgiram, na última década, novos serviços não criminais nas periferias da cidade, contribuindo para a expansão da Rede. No entanto, há várias redes, não apenas uma, as quais ora se cruzam e se alinham numa mesma abordagem sobre violência, ora se acham em conflito, ora funcionam em paralelo. As/os agentes do Estado abraçam diversas abordagens sobre violência doméstica contra mulheres, que variam entre uma perspectiva familista e perspectivas de gênero, feminista e interseccional de gênero, raça e classe social. Esta diversidade ilustra a heterogeneidade da cultura jurídicopolítica do Estado em relação aos direitos das mulheres, um Estado que caracterizo como “bipolar”, regulado, por um lado, pelo regime de gênero/mulher nas políticas para mulheres, e, por outro lado, pelo regime de família na assistência social e na segurança pública. Além do contexto político, três fatores contribuem para a heterogeneidade do Estado: o vínculo institucional dos serviços; o tipo de formação das/os agentes do Estado; a história dos serviços e suas relações com a comunidade local e com os movimentos sociais.

  6. Mulher climatérica: uma proposta de cuidado clínico de enfermagem baseada em ideias freireanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Rejane Pinheiro Maciel Vidal

    2012-08-01

    Full Text Available O estudo objetiva dialogar entre os conceitos cuidar e educar e propor uma estratégia de educação em saúde como possibilidade de cuidado clínico de Enfermagem para mulheres no climatério baseada nos princípios educativos de Paulo Freire. Ao longo dos anos, diferentes paradigmas de Educação em Saúde são condicionados por diferentes estratégias, muitas delas reducionistas, o que requer questionamentos e implementação de ações mais integrantes e participativas. A partir deste pensamento, buscamos uma possibilidade de educação que contemple o Outro em sua complexidade, possibilitando que a mulher em sua fase climatérica possa também ser assistida de forma integral. Neste cenário, visualizamos os princípios de Paulo Freire como marco norteador para este desenvolvimento, por ele mostrar uma educação dialogada, solidária, sem arrogância, articulando o saber científico com o conhecimento popular, traduzindo seu método em um trabalho coletivo.

  7. Qualidade de vida, estado nutricional e consumo alimentar de mulheres com câncer de mama em tratamento quimioterápico

    OpenAIRE

    Juliana Scheibler; Flávia Moraes Silva; Thaís Rodrigues Moreira; Fernanda Scherer Adami

    2016-01-01

    Objetivo: Avaliar a qualidade de vida, o estado nutricional e o consumo alimentar de mulheres diagnosticadas com câncer de mama em quimioterapia. Métodos: Estudo transversal e analítico envolvendo 70 mulheres, de 30 a 59 anos, em um hospital do Rio Grande do Sul, no período de maio a outubro de 2015. Aplicou-se o questionário European Organization for Research and Treatment of Câncer Quality of Life Questionnaire C30 (EORTC QLQ- C30). As variáveis antropométricas coletadas foram: peso atual, ...

  8. Estudo de caso controlo emparelhado da depressão, sintomas psicopatológicos, auto-estima e auto-conceito em mulheres obesas e normativas

    OpenAIRE

    Carneiro, Ana

    2010-01-01

    O presente estudo teve como objectivo avaliar se existem diferenças estatisticamente significativas no que respeita à auto – estima e ao auto – conceito em mulheres obesas, utentes de uma unidade de saúde a usufruir de apoio psicoterapêutico comparativamente com mulheres normativas. Pretendeu-se ainda verificar a existência de indicadores de maior incidência de depressão e de sintomas psicopatológicos nas mulheres obesas relativamente às mulheres normativas. A amostra foi constituída po...

  9. Mulher comerciária e sindicalismo: relações de gênero, relações de poder (um estudo de caso em Belém do Pará)

    OpenAIRE

    SANTOS, Eneida Canêdo Guimarães dos

    2008-01-01

    Esta dissertação pesquisa a participação sociopolítica das comerciárias na direção do Sindicato dos Empregados no Comércio do Pará - SEC/PA fundado em 1926. Em 1954-1956 a primeira mulher assume uma diretoria seguindo-se hiatos dessa presença; 1963-1965 participam três mulheres e novo hiato; 1972-1984, quatro sindicalistas assumem o poder. Na atualidade são oito mulheres entre dezenove diretores, ao todo 116 homens e 18 mulheres na direção. Interessa avaliar os condicionantes dessa situação, ...

  10. Desenvolvimento e validação de equação preditiva da gordura visceral em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Moraes Vasconcelos Petribu

    2012-04-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2012v14n3p333 Os métodos atualmente disponíveis para avaliação da obesidade visceral apresentam limitações, tornando-os inviáveis para avaliação em grandes grupos de indivíduos. Esse estudo teve por objetivo desenvolver e validar equação preditiva para estimar a área de tecido adiposo visceral em mulheres jovens. Foram estudadas 64 mulheres entre 19 e 36 anos. As seguintes variáveis foram avaliadas: volume de gordura visceral (VGV (medido pela ultra-sonografia, Índice de Massa Corporal (IMC, Circunferência da Cintura, Razão Cintura-Estatura (RCE, Razão Cintura-Quadril, Índice de Conicidade, Perfil Lipídico e Glicemia de Jejum (GJ. As mulheres foram divididas em dois grupos: desenvolvimento (n=48 e validação (n=16 da equação. Foram propostas e validadas três equações para estimativa do VGV: Equação 1: VGV=-31,888+(4,044xIMC; Equação 2: VGV= -51,891+(248,018xRCE; Equação 3: VGV= -130,941 +(198,673 * RCE + (1,185xGJ, com poder preditivo de 34%, 24% e 45%, respectivamente. Não foi observada diferença estatisticamente significante entre os valores de VGV avaliados pela ultrassonografia e estimados pelas equações preditivas no grupo de validação. As equações propostas podem ser utilizadas para calculo do VGV de mulheres jovens, quando os exames de imagem não estiverem disponíveis, sendo uma ferramenta valiosa para estudos epidemiológicos e serviços de saúde.

  11. A vida enquanto figura e o envelhecimento enquanto fundo desejo, erotismo e sexualidade em mulheres maduras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirela Berger

    2012-12-01

    Full Text Available O artigo é parte de minha pesquisa de pós-doutorado sobre sexualidade em mulheres idosas. O objetivo central é pensar o seguinte nó teórico: por um lado, a sexualidade tem sido alardeada como fundamental para um bom envelhecimento, por outro, torna-se um discurso normativo que associa “velhice saudável” com sexualidade, o que, além de criar a imagem de uma “idosa ideal” – aquela que tem vida sexual ativa – responsabiliza e culpabiliza as mulheres que não aderem a este modelo.

  12. As mulheres da família: mundos partilhados, mundos em conflito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nayara Nascimento Rêgo

    2002-01-01

    Full Text Available O presente trabalho, de cunho etnográfico, toma como foco de análise o cotidiano de uma família multigeracional, sob a perspectiva de mulheres de três gerações diferentes, que habitam o mesmo teto: avó, mãe e neta. As narrativas sobre eventos cotidianos, principalmente os relacionamentos familiares, colhidas no período de dez anos, revelam aspectos da estrutura complexa da comunicação na família em um mundo partilhado, capaz de produzir sentido, mas também de gerar conflitos. A partir de entrevistas semi - estruturadas com a avó, a mãe e a filha adolescente, foram identificadas condições de risco (violência e abuso de álcool no âmbito das relações interpessoais. Pode-se inferir que os papéis não são claramente delimitados, o que se expressa no ciclo de transferência de responsabilidades e no exercício da autoridade. A atmosfera é tensa, a violência, já incorporada ao cotidiano, apresenta-se como ponto culminante dos conflitos, enraizada nos relacionamentos, distorcendo as percepções e dificultando a comunicação. Observam-se estratégias através das quais as mulheres continuam se afirmando como eixo em torno do qual a família estrutura seu cotidiano e seus projetos de vida.

  13. JOVENS MULHERES DO ÂMBITO RURAL: GÊNERO, PROJETOS DE VIDA E TERRITÓRIO EM FOTOCOMPOSIÇÕES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adolfo Pizzinato

    Full Text Available RESUMO Este artigo analisa interfaces de gênero e território como marcadores identitários presentes nas falas e produções de imagens sobre projetos de vida de jovens mulheres de zonas rurais. O processo de pesquisa contemplou narrativas de caráter autobiográfico e fotocomposições realizadas pelas participantes, em que se buscou integrar aspectos de suas trajetórias acadêmicas, projetos vitais e profissionais, escolhas de vida e demandas culturais e comunitárias que influenciam no processo de construção de seus itinerários vitais. A aproximação a este grupo, comumente à margem da produção do saber em Psicologia, permitiu compreender como tais marcadores despontam de maneira dialógica em suas narrativas, questionando as formas de manifestação relacionadas aos antagonismos normativos entre o urbano/rural, o presente/passado, e das atribuições sociais ao ser mulher/homem.

  14. Percepção da doença, indicadores de ansiedade e depressão em mulheres com câncer

    OpenAIRE

    Castro, Elisa Kern de; Romeiro, Fernanda Bittencourt; Lima, Natália Britz de; Lawrenz, Priscila; Hass, Silvia

    2015-01-01

    O objetivo do estudo foi compararas percepçõesda doença e os indicadores de ansiedade e depressão em mulheres com câncer cervical e mulheres com câncer de mama. Participaram 76 mulheres (38 com câncer de mama e 38 com câncer cervical) que responderam a questionário sociodemográfico e clínico e de percepção da doença, ansiedade e depressão. Apesar de tratar de tipos de câncer diferentes, a percepção da doença foi semelhante nos grupos. Todas as mulheres apresentaram nível de ansiedade de moder...

  15. Intencionalidade da ação de Cuidar mulheres em situação de violência: contribuições para a Enfermagem e Saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Ferreira Cortes

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Apreender as motivações da ação da enfermeira ao cuidar de mulheres em situação de violência. Métodos: Pesquisa qualitativa, fundamentada na Fenomenologia Sociológica de Alfred Schutz. Realizaram-se dez entrevistas com enfermeiras que haviam cuidado dessas mulheres em um Hospital e, Pronto Atendimento da Rede Pública do Rio Grande do Sul, Brasil, no período de janeiro a abril de 2013. Resultados: A intencionalidade da ação desvelou a busca inicial da recuperação da saúde física das mulheres, permeada pela expectativa de compreender a situação; proporcionar bem-estar emocional, apoio e a continuidade do cuidado, para que as mulheres possam construir uma vida sem violência. Conclusão: O típico da ação revela a premência de se ampliar o foco do cuidado para o sujeito em sua situação biográfica singular. Vislumbram-se ações que visem desconstruir as atitudes naturais em relação à violência vivida.

  16. Validação de equações de predição da taxa metabólica basal em mulheres residentes em Porto Alegre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wahrlich Vivian

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a taxa metabólica basal em mulheres de 20 a 40 anos, não-gestantes ou lactantes, e comparar o valor medido com os valores de taxa metabólica basal estimados por equações de predição. MÉTODOS: A taxa metabólica basal foi medida por calorimetria indireta, pela manhã, durante a fase folicular do ciclo menstrual, em 60 voluntárias residentes no município de Porto Alegre, RS, sob condições padronizadas de jejum, repouso e ambiente. RESULTADOS: A média (± desvio-padrão da taxa metabólica basal medida foi 1.185,3±148,6 kcal em 24 horas. A taxa metabólica basal, estimada por equações, foi significativamente maior (7% a 17% do que a taxa metabólica basal medida. CONCLUSÕES: Os dados evidenciaram que as equações de predição não são adequadas para estimar a taxa metabólica basal nas mulheres avaliadas. O emprego dessas equações podem superestimar os requerimentos energéticos para mulheres com características semelhantes.

  17. Validação de equações de predição da taxa metabólica basal em mulheres residentes em Porto Alegre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Wahrlich

    2001-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a taxa metabólica basal em mulheres de 20 a 40 anos, não-gestantes ou lactantes, e comparar o valor medido com os valores de taxa metabólica basal estimados por equações de predição. MÉTODOS: A taxa metabólica basal foi medida por calorimetria indireta, pela manhã, durante a fase folicular do ciclo menstrual, em 60 voluntárias residentes no município de Porto Alegre, RS, sob condições padronizadas de jejum, repouso e ambiente. RESULTADOS: A média (± desvio-padrão da taxa metabólica basal medida foi 1.185,3±148,6 kcal em 24 horas. A taxa metabólica basal, estimada por equações, foi significativamente maior (7% a 17% do que a taxa metabólica basal medida. CONCLUSÕES: Os dados evidenciaram que as equações de predição não são adequadas para estimar a taxa metabólica basal nas mulheres avaliadas. O emprego dessas equações podem superestimar os requerimentos energéticos para mulheres com características semelhantes.

  18. Qualidade de vida de clientes em hemodiálise e necessidades de orientação de enfermagem para o autocuidado Calidad de vida de clientes en hemodiálisis y necesidades de orientación de enfermería para el autocuidado Quality of life of clients on hemodialisys and needs of nursing guidance for self-care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iraci dos Santos

    2011-03-01

    Full Text Available Este trabalho relaciona necessidades de orientação de enfermagem com a qualidade de vida de clientes com doença renal crônica, em hemodiálise, considerando conceitos de Autocuidado de Orem. Método descritivo, mediante entrevista com 43 clientes de um Hospital Universitário do Rio de Janeiro, de 2008 a 2009. Os sujeitos de pesquisa têm hipertensão arterial, encontrando-se 83,72% em hemodiálise há menos de um ano. Aplicando o Kidney Disease Quality of Life Short Form, obtiveram-se os menores escores nas dimensões: física; emocional; condição de trabalho; capacidade funcional. Esses resultados foram relacionados aos obtidos com as necessidades de orientação de enfermagem para nutrição, ingestão de líquidos, complicações da hemodiálise, anticoagulação, atividade física, de lazer e associação a grupos, concluindo-se que esses clientes encontram-se no Sistema de Autocuidado totalmente compensatório. Sugere-se o desenvolvimento da orientação de enfermagem para o autocuidado, em consulta de enfermagem, visando promover a qualidade de vida dos clientes.Este trabajo relaciona necesidades de orientación de enfermería con la calidad de vida de clientes con enfermedad renal crónica, en hemodiálisis, considerando conceptos del Autocuidado de Orem. Investigación descriptiva, mediante entrevista con 43 clientes del Hospital Universitario de Rio de Janeiro, de 2008 a 2009. Los sujetos tienen hipertensión arterial, 83,72% de ellos están en terapia renal hace menos de un año. Aplicando el Kidney Disease Quality of Life Short Form, se obtuve los mejores escores en las dimensiones: física; emocional; condición de trabajo; capacidad funcional. Eses resultados fueron relacionados a los obtenidos con las necesidades de orientación de enfermería para nutrición, ingestión de líquidos, complicaciones con la hemodiálisis, anticoagulación, actividad física, diversiones y asociación a grupos, Se concluyó que eses clientes

  19. Representações sobre o uso de álcool por mulheres em tratamento em um centro de referência da cidade de São Paulo - Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edemilson Antunes de Campos

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi compreender as representações e os significados elaborados sobre o uso de álcool por mulheres em tratamento no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (CRATOD, localizado na cidade de São Paulo-Brasil. Para tanto, realizaram-se entrevistas semiestruturadas com mulheres que fazem uso considerado abusivo de álcool. Para essas mulheres, as representações sobre o uso do álcool estão ligadas às relações familiares, profissionais e de gênero, que definem os modos de classificação do uso do álcool concebidos como socialmente aceito e como abusivo e, por essa via, acionam um sistema de acusações, que envolve os valores próprios do universo sociocultural no qual estão inseridas, identificando-as como "mulheres que abusam do álcool", isto é, mulheres que não cumprem suas obrigações sociais nas esferas da família e do trabalho.

  20. Mulheres em situação de violência pelo parceiro íntimo: tomada de decisão por apoio institucional especializado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leônidas de Albuquerque Netto

    Full Text Available RESUMO Objetivo Propõe-se analisar fatores envolvidos na tomada de decisão de mulheres em situação de violência interpessoal, praticada pelo parceiro íntimo, na busca por apoio institucional de referência. Métodos Pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória. Dezesseis mulheres foram entrevistadas, entre junho e setembro de 2012, em um Centro de Referência à Mulher de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil, por meio de instrumento semiestruturado e individual. Os relatos foram analisados pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados As mulheres buscaram suporte psicossocial quando a violência interpessoal alcançou o limite da tolerância. Este suporte possibilitou o resgate da autoestima e da confiança, além da tomada de consciência para a necessidade de mudança de vida e de autonomia econômica. Conclusões As mulheres alcançaram sua autoconfiança com a superação da violência, o que possibilitou o resgate da autoestima e a tomada de decisão para a saída da situação de violência interpessoal praticada pelo parceiro íntimo.

  1. Mulheres na liderança: discurso, ideologia e poder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vicentina Ramires

    2017-11-01

    Full Text Available Dominação, força e autoridade são conceitos ainda circunscritos ao universo masculino, e isso pode ser constatado principalmente nas relações de trabalho, mesmo naquelas em que as mulheres exerçam funções de liderança. Esse quadro também se materializa na academia, onde os sujeitos estão, hipoteticamente, mais atentos às diferentes posições ideológicas e às formas como se manifestam, e, por conseguinte, mais ou menos a elas refratários. O objetivo geral deste estudo é demonstrar como hierarquias de poder no mundo do trabalho baseadas em diferenças de sexo são ideologicamente construídas, de maneira a reforçarem as formas dicotômicas de relações de gêneros e como as próprias mulheres, atuando em culturas androcêntricas, podem contribuir para perpetuar atitudes sexistas. Com base nos Estudos Críticos de Discursos, procuramos: a identificar os discursos que corroboram para construir ou desconstruir modelos de dominação nas relações de gênero; b observar em que formações discursivas esses modelos se impõem e c identificar em que medida procedimentos de discriminação são veiculados nos discursos proferidos pelas mulheres. Este estudo foi desenvolvido em duas instituições de ensino superior, analisando entrevistas e respostas aos questionários dirigidos a mulheres que ocupam posições de liderança. Observamos que, ao mesmo tempo que muitas mulheres reforçam a assimetria de gêneros existente entre posições de poder na sociedade, ao repetirem/confirmarem discursos, outras vão tomando consciência de seu espaço na sociedade e agem criticamente em defesa de direitos iguais entre homens e mulheres.

  2. Estresse ocupacional em mulheres policiais Occupational stress among female police officers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília de Souza Minayo

    2013-03-01

    Full Text Available Aborda-se o estresse ocupacional em mulheres policiais militares do Rio de Janeiro. Parte-se de uma abordagem qualitativa (entrevistas, grupos focais e observação das percepções dessas mulheres sobre diferenças de gênero no trabalho policial, relação entre estresse ocupacional e problemas de saúde e estratégias para amenizar o estresse. Participaram 42 mulheres: oficiais e praças, profissionais operacionais e de saúde. Os resultados revelam que as policiais relacionam o cotidiano do trabalho ao estresse, citam diversos sintomas e mostram como o relacionamento familiar é afetado. Seu estresse tem origem basicamente na questão organizacional e gerencial do trabalho. Discriminação de gênero e assédio são percebidos como importantes fatores estressantes. O sofrimento psíquico aparece mais fortemente entre as oficiais com cargos de chefia; e as atividades operacionais são percebidas como mais estressantes pelo risco que oferecem. O exercício físico é a estratégia considerada mais eficaz para prevenir as consequências do estresse. Conclui-se que, embora as mulheres estejam presentes na PM há muitos anos, a organização e o gerenciamento praticamente continuam sob a ótica masculina e são necessários investimentos em ações preventivas do estresse sob a perspectiva de gênero.The scope of this study is occupational stress among female police officers in Rio de Janeiro. A qualitative approach was initially used (interviews, focal groups and observations to establish their perceptions regarding gender differences in the performance of police work, the relationship between occupational stress and health issues and the strategies used to mitigate this type of stress. A total of 42 participants including female officers and staff and operational and health professionals were involved. The participants link stress to their daily work, cite a number of symptoms and show how family relationships are affected. Stress originates

  3. INFLUÊNCIA DA LASERTERAPIA NA DOR E QUALIDADE DE VIDA EM MULHERES COM FIBROMIALGIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Canevari Dutra da Silva

    2015-01-01

    Full Text Available A fibromialgia é uma síndrome dolorosa, não inflamatória, cujo principal sintoma é a dor crônica musculoesquelética generalizada, causando um impacto negativo na qualidade de vida destes pacientes. O objetivo deste estudo foi investigar a influência da laserterapia na dor e qualidade de vida em mulheres com fibromialgia. Participaram do estudo 9 mulheres com diagnóstico confirmado de fibromialgia, as quais foram submetidas a 10 sessões consecutivas com laser 830nm e dosimetria de 5 J/cm² aplicado apenas nos tender points dolorosos à palpação digital. Foi realizada a avaliação da intensidade da dor, antes e após a intervenção com laserterapia, utilizando a escala visual analógica (EVA e, para avaliar qualidade de vida, foram utilizados dois questionários, o Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36 e o Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ, sendo realizados antes e após o tratamento com laserterapia. Na avaliação da intensidade da dor através da EVA, não foi observado diferença significativa após o tratamento (p=3,03. Em relação ao SF-36, houve diferenças estatisticamente significantes do escore geral (p=0,018 e observaram-se diferenças estatisticamente significantes nas variáveis dor (p=0,032 e estado geral de saúde (p=0,027. No FIQ, o escore geral apresentou diferença estatisticamente significante, sendo (p=0,002 e, em relação às variáveis do FIQ, houve diferença estatisticamente significante no bem estar (p=0,007, dificuldade no trabalho (p=0,048, dor (p=0,000, rigidez (p=0,033 e sono (p=0,021. Foi observado que a intervenção fisioterapêutica com laserterapia promove melhora da dor e da qualidade de vida de mulheres com fibromialgia.

  4. Transtorno de estresse pós-traumático e uso de drogas ilícitas em mulheres encarceradas no Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Byanka Quitete

    2012-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O risco para o desenvolvimento de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT entre mulheres encarceradas pode estar associado ao consumo de drogas. OBJETIVOS: Determinar a frequência de TEPT entre mulheres encarceradas e sua relação com o uso de drogas na prisão. As voluntárias foram também avaliadas para a determinação de ansiedade-traço, depressão, eventos estressores e características sociodemográficas e comparadas quanto à presença ou não do transtorno. MÉTODOS: Estudo transversal com mulheres encarceradas em que foram utilizados para a avaliação de TEPT os critérios determinados pelo DSM-IV, o Inventário Christo para descrição de uso de drogas, o Inventário de Ansiedade Traço-Estado e o Inventário Beck para avaliação de sintomas de ansiedade e depressão, respectivamente. RESULTADOS: Das 134 mulheres avaliadas, 40,3% apresentaram TEPT. Houve maior uso diário de cocaína entre as positivas para o transtorno (p < 0,01. O uso diário de drogas ilícitas na prisão foi descrito por 53% das entrevistadas. Todas as participantes TEPT-positivas apresentavam algum grau de depressão em comparação às TEPT-negativas (p < 0,05. CONCLUSÃO: A alta prevalência de TEPT encontrada é comparável à de populações de risco. Apesar de estarem em regime prisional, é alto o uso de drogas ilícitas. O maior uso de cocaína entre as detentas que apresentaram TEPT indica preferência por drogas estimulantes em mulheres com o transtorno.

  5. Validade concorrente do peso e estatura auto-referidos no diagnóstico do estado nutricional em mulheres idosas

    OpenAIRE

    Virtuoso-Júnior, Jair Sindra; Oliveira-Guerra, Ricardo

    2012-01-01

    Objetivo Analisar a validade concorrente de medidas auto-referidas de peso e estatura para o diagnóstico do estado nutricional em mulheres idosas de baixa renda. Métodos A amostra foi composta de 181 mulheres, com média de idade de 70±7,2 anos, pertencente a grupos de atividades para idosos na comunidade no município de Jequié, Bahia. As medidas referidas de peso e estatura corporal foram coletadas através de entrevista individual que antecederam as aferições. Na análise dos dados foram utili...

  6. Comportamientos y capacidad de agencia de autocuidado de adultos con insuficiencia cardiaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    EDITH ARREDONDO HOLGUÍN

    2010-06-01

    Full Text Available Este estudio tiene como objetivo describir comportamientos y capacidad de agencia de autocuidado de pacientes con insuficiencia cardiaca de una clínica cardiovascular de Medellín entre noviembre de 2007 y mayo de 2008. Es un estudio descriptivo con abordaje cuantitativo. La muestra fue de 206 adultos con insuficiencia cardiaca diagnosticados por sintomatología clínica, fracción de eyección menor o igual a 40%. Se usaron para la recolección de datos la Escala Capacidad de Agencia de Autocuidado desarrollada por Isemberg y Evers et ál. (1993, traducida por Gallego, que mide el nivel de agencia de autocuidado, y la Escala Comportamientos de Autocuidado validada en Colombia en 2007 por Arredondo, que mide la frecuencia de comportamientos de autocuidado de adultos con insuficiencia cardiaca en la solicitud de ayuda, adaptación a vivir con la enfermedad y el régimen terapéutico, modificación del autoconcepto y aceptación de sí mismo, vivir con efectos de la insuficiencia cardiaca y el tratamiento. Concluye que el mayor número de pacientes eran hombres; que factores básicos condicionantes como el apoyo de la familia, desempeño de un trabajo, afiliación al sistema de salud, nivel socioeconómico y acceso a un nivel educativo fueron importantes para los pacientes. La frecuencia de comportamientos de autocuidado fue media en los adultos en la mayoría de las dimensiones y el nivel de agencia fue alto y muy alto. Igualmente se concluyó que no hay una correlación entre agencia y comportamientos de autocuidado. Lo que plantea que los adultos tienen el conocimiento pero no han tomado la decisión de realizar acciones de autocuidado.

  7. Percepção sobre qualidade de vida de mulheres participantes de oficinas educativas para dor na coluna Quality of life in the perception of women participating in educative workshops about back pain

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giselle Notini Arcanjo

    2008-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar a percepção da qualidade de vida de mulheres com dor nas costas, após terem participado de oficinas educativas para o autocuidado e prevenção desta sintomatologia. A pesquisa do tipo qualitativa foi realizada em uma instituição de ensino superior situada em Fortaleza, Ceará, Brasil, nos meses de abril e maio de 2005, com a participação de nove mulheres que haviam concluído oito oficinas. Para coleta de dados, usamos o grupo focal, o qual foi gravado e filmado. Os dados foram agrupados por categoria e analisados de forma seqüencial. Todas acharam que tinham boa qualidade de vida, mesmo apresentando pouca saúde, pouco dinheiro e sem emprego, mas isto era superado pela fé em Deus. Referiram que, antes das oficinas, a dor interferia nas atividades da vida diária e social e que, depois da intervenção, a dor havia diminuído ou desaparecido em todas as mulheres. A conscientização sobre o autocuidado proporcionou bem-estar físico, emocional, intelectual, potencializou a mobilidade e a tomada de decisões, o retorno às atividades, além de eliminar ou diminuir a medicação para dor. Percebemos a importância de avaliar a qualidade de vida para guiar-nos quanto às atitudes e terapêuticas mais eficazes.The aim of this study was to analyze how women with back pain perceived their quality of life after having attended educational workshops on back pain directed to self-care and prevention. This qualitative study was conducted in a Higher Education Institution in Fortaleza, Ceará, Brazil, during the months April and May 2005, using a sample of nine women who had concluded eight workshops. The focal group method was selected for data collection, and the sessions were filmed and recorded. Data were grouped into categories and sequentially analyzed. All women thought they had a good quality of life, independently of having a poor health, no money and no a job. All this was overcome by their faith in

  8. Intervenção educativa para o autocuidado de indíviduos com diabetes mellitus Intervención educativa para el autocuidado de individuos con diabetes mellitus Educational intervention for self-care of individuals with diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heloisa de Carvalho Torres

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar conhecimentos, atitudes e práticas do autocuidado de indivíduos com Diabetes mellitus (DM em um serviço especializado de saúde de Belo Horizonte - MG, Brasil. MÉTODOS: Pesquisa do tipo estudo de caso com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados por meio da realização de grupos focais com participação de 12 indivíduos com DM e que compareceram em três sessões do programa educativo desenvolvido nesse serviço de saúde. RESULTADOS: Os dados, analisados segundo o enfoque da análise temática, possibilitaram a identificação das seguintes categorias: Experiências; Sentimentos; Prática educativa para o autocuidado, associada à alimentação e à atividade física; Barreiras percebidas para a busca de um estilo de vida saudável; e Expectativas. CONCLUSÃO: Os resultados do estudo mostraram a importância da educação e da comunicação em saúde pautadas nas relações dialógicas e na valorização do saber popular, ao reorientarem as práticas educativas para o autocuidado, de forma a estabelecer estratégias de prevenção e controle da doença.OBJETIVO: Analizar conocimientos, actitudes y prácticas del autocuidado de individuos con Diabetes mellitus (DM en un servicio especializado de salud de Belo Horizonte - MG, Brasil. MÉTODOS: Investigación de tipo estudio de caso con abordaje cualitativo. Los datos fueron recolectados por medio de la realización de grupos focales con la participación de 12 individuos con DM y que asistieron a tres sesiones del programa educativo desarrollado en ese servicio de salud. RESULTADOS: Los datos, analizados según el enfoque del análisis temático, posibilitaron la identificación de las siguientes categorías: Experiencias; Sentimientos; Práctica educativa para el autocuidado, asociada a la alimentación y a la actividad física; Barreras percibidas para la búsqueda de un estilo de vida saludable; y Expectativas. CONCLUSIÓN: Los resultados del estudio mostraron

  9. Problemas ginecológicos mais freqüentes em mulheres soropositivas para o HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melo Victor Hugo de

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: apresentar os achados ginecológicos mais freqüentes de uma coorte de 300 mulheres infectadas pelo HIV, acompanhadas ambulatorialmente. MÉTODOS: estudo prospectivo e descritivo de mulheres HIV-soropositivas atendidas em clínica ginecológica, no período de novembro de 1996 a dezembro de 2002. As pacientes foram submetidas ao protocolo de atendimento ginecológico que incluiu anamnese, exame ginecológico, colpocitologia oncótica (Papanicolaou, pesquisa de HPV (PCR e colposcopia. A biópsia cervical, quando necessária, foi realizada. Os dados foram armazenados e analisados no Epi-Info, versão 6.0. RESULTADOS: a idade média foi 34,5 anos. Destaca-se o pequeno número de parceiros sexuais, média de três parceiros, e a predominância do contágio heterossexual: 271 (90,6% pacientes adquiriram o vírus por meio do contato sexual com seus parceiros. Foi alta a prevalência de neoplasias intra-epiteliais cervicais (NIC, representando 21,7% do total da amostra. Dentre as 109 pacientes submetidas a PCR encontraram-se 89 (81,7% com algum genótipo do HPV. Esfregaço inflamatório à citologia esteve presente em 69% das pacientes. CONCLUSÕES: a infecção pelo HIV se associa com freqüência a NIC e a processos infecciosos genitais, em especial o HPV.

  10. Comportamientos y capacidad de agencia de autocuidado de adultos con insuficiencia cardiaca Comportamentos e capacidade de agência de autocuidado de adultos com insuficiência cardíaca Behaviors and self-care agency capacity of adults with heart failure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    EDITH ARREDONDO HOLGUÍN

    2010-06-01

    ência cardíaca diagnosticados por sintomatologia clínica, fração de ejeção menor ou igual do que 40%. Para coletar os dados, utilizou-se a Escala Capacidade de Agência de Autocuidado desenvolvida por Isemberg y Evers et ál. (1993, traduzida por Gallego, que mensura o nível de agência de autocuidado, e a Escala de Comportamentos de Autocuidado validada na Colômbia em 2007 por Arredondo, que mensura a frequência de comportamentos de cuidado em adultos com insuficiência cardíaca no tocante ao pedido de ajuda, à adaptação a viver com a doença e o regime terapéutico, a alteração do autoconceito e aceitação de si mesmo, viver com efeitos da insuficiência cardíaca e o tratamento. Conclui-se que o maior número de pacientes eram homens e que fatores básicos condicionantes como o apóio familiar, desempenho de um trabalho, afiliação ao sistema de saúde, nível socioeconômico e accesso a um nível educativo foram importantes para os pacientes. A frequência de comportamentos de autocuidado foi média nos adultos na maioria das dimensões e o nível de agência foi alto e muito alto. Igualmente, conclui-se que não tem relação alguma entre agência e comportamentos de autocuidado. Isto propõe que os adultos conhecem mas ainda não tomaram a decisão de executarem ações de autocuidado.The objective of this study is to describe behaviors and self-care agency capacity of patients with heart failure in a cardiovascular clinic in Medellín (Province of Antioquia between November 2007 and May 2008. It is a descriptive study with a quantitative approach. The sample was taken among 206 adults with heart failure who were diagnosed through clinical symptomatology, ejection fraction under or equal to 40%. Collection of data was done using the Self-care Agency Capacity Scale developed by Isemberg and Evers et al. (1993 and translated by Gallego, which measures the self-care agency, and the Self-care behaviors scale validated in Colombia in 2007 by Arredondo

  11. Agencia de autocuidado y factores de riesgo cardiovascular en adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa del Socorro Morales Aguilar

    2016-05-01

    Full Text Available Objetivo: Este estudio tuvo como objetivo determinar la relación entre la capacidad de agencia de autocuidado y los factores de riesgo cardiovascular en adolescentes de una Institución de Educación Superior en el Distrito de Barranquilla, Colombia. Metodología: Estudio descriptivo, exploratorio, de corte transversal, con abordaje cuantitativo, basado en la Teoría del Déficit de Autocuidado de Dorothea Orem. La muestra fue compuesta por 133 adolescentes, seleccionados mediante muestreo aleatorio simple. Se aplicaron la Escala Apreciación de la Agencia de Autocuidado (segunda versión en español, el Cuestionario Internacional de Actividad Física (versión corta y la Encuesta Mundial de Tabaquismo en Jóvenes. Para el análisis de los niveles de significancia se utilizó la prueba de Kruskal-Wallis para muestras independientes. Resultados: La mayor parte de los participantes presentó niveles de capacidad de agencia de autocuidado media y alta respectivamente. De acuerdo con la identificación de los factores de riesgo para enfermedad cardiovascular, se evidenció que los adolescentes presentaron probabilidades de desarrollar alguna enfermedad cardiovascular hacia el futuro, dado el comportamiento de los factores de riesgo, como son la obesidad y el sedentarismo. En cuanto a la relación entre la capacidad de agencia de autocuidado y los factores de riesgo, se encontró asociación significativa al relacionar la capacidad de agencia de autocuidado con las categorías de clasificación de la presión arterial. Conclusiones: Los resultados encontrados en el presente estudio coinciden con lo hallado por otros investigadores que afirman que el sedentarismo y la obesidad son los factores de riesgo con mayor presencia en los adolescentes. De igual manera, los hallazgos indican que los adolescentes mostraron capacidad de agencia de autocuidado de nivel medio, pero sólo se encontró asociaci

  12. Confiabilidad de la escala "Apreciación de la agencia de autocuidado" (ASA, segunda versión en español, adaptada para población colombiana1 Scale reliability "Self-care Agency Appreciation" (SAA, second version in Spanish, adapted for the Colombian population Confiabilidade da escala "Apreciação da Agência de Autocuidado" (ASA, segunda versão em espanhol, adaptada ao povo colombiano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    RIVERA ÁLVAREZ LUZ NELLY

    2009-07-01

    program of a hospital in Bogotá, through the use of the SAA scale, second version in Spanish. Reliability was measured thru this scale by calculating the alfa-Cronbach's reliability coefficient value. Results: it was found that 35,8% of the participants had a good self-care agency capability and 62,6%, an average one. The alfa-Cronbach's reliability coefficient was applied to the SAA scale and a value of 0,744 was obtained. Conclusions: A difference of 0,026 is observed below the value reported in the reliability measure of the SAA scale carried out by doctor Gallegos, first version in Spanish, within a Mexican context; these results mean that the 24 items of the scale analyzed measure the same concept and therefore one concludes that the instrument has internal consistency.Objectivo: estabelecer a confiabilidade da escala "Apreciação da agência de autocuidado" (ASA de Evers e Isenberg, segunda versão em espanhol, e descreve a capacidade de agência de autocuidado em pessoas com fatores de risco cardiovascular que utilizam o programa de crônicos do serviço de consulta externa de um hospital de Bogotá, Colômbia. Metodologia: delineamento descritivo com abordagem quantitativa que permitiu avaliar a capacidade de agência de autocuidado dentro de uma amostra de 201 pessoas com fatores de risco cardiovascular que utilizaram o programa de crônicos em um hospital de Bogotá, mediante o uso da escala ASA, segunda versão em espanhol. A escala foi submetida a uma medição de confiabilidade através do cálculo do valor do coeficiente de alfa-Cronbach. Resultados: 35,8% dos participantes mostraram boa capacidade de agência de autocuidado e 62,6%, apresentou uma capacidade regular. Aplicou-se o coeficiente de confiabilidade alfa-Cronbach à escala ASA cujo valor foi de 0,744. Conclusões: verifica-se uma diferença de 0,026 por baixo do valor atingido na medição de confiabilidade da escala ASA, realizada pela doutora Gallegos, primeira versão em

  13. Confiabilidad de la escala "Apreciación de la agencia de autocuidado" (ASA, segunda versión en español, adaptada para población colombiana Confiabilidade da escala "Apreciação da Agência de Autocuidado" (ASA, segunda versão em espanhol, adaptada ao povo colombiano Scale reliability "Self-care Agency Appreciation" (SAA, second version in Spanish, adapted for the Colombian population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ANITA VELANDIA ARIAS

    2009-07-01

    Full Text Available Objetivo: establecer la confiabilidad de la escala "Apreciación de la agencia de autocuidado" (ASA deEvers eIsenberg, segunda versión en español, y describir la capacidad de agencia de autocuidado en personas con factor de riesgo cardiovascular que asisten al programa de crónicos del servicio de consulta externa de un hospital de Bogotá, Colombia. Metodología: diseño descriptivo con abordaje cuantitativo que permitió evaluar la capacidad de agencia de autocuidado en una muestra de 201 personas con factores de riesgo cardiovascular que asistieron al programa de crónicos en un hospital de Bogotá, mediante el empleo de la escala ASA, segunda versión en español. A esta escala se le realizó la medición de la confiabilidad a través del cálculo del valor del coeficiente de alfa-Cronbach. Resultados: se encontró que el 35,8% de los participantes tuvo buena capacidad de agencia de autocuidado y el 62,6%, regular. Se aplicó el coeficiente de confiabilidad alfa-Cronbach a la escala ASA y se obtuvo un valor de 0,744. Conclusiones: se observa una diferencia de 0,026 por debajo del valor reportado en la medición de confiabilidad de la escala ASA, realizada por la doctora Gallegos, primera versión en español, para un contexto mexicano; estos resultados significan que los 24 ítems analizados de la escala miden un mismo concepto y por lo tanto se concluye que el instrumento posee consistencia interna.Objectivo: estabelecer a confiabilidade da escala "Apreciação da agência de autocuidado" (ASA de Evers e Isenberg, segunda versão em espanhol, e descreve a capacidade de agência de autocuidado em pessoas com fatores de risco cardiovascular que utilizam o programa de crônicos do serviço de consulta externa de um hospital de Bogotá, Colômbia. Metodologia: delineamento descritivo com abordagem quantitativa que permitiu avaliar a capacidade de agência de autocuidado dentro de uma amostra de 201 pessoas com fatores de risco cardiovascular

  14. Fatores de risco para câncer de mama em mulheres indígenas Teréna de área rural, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilana Geimba de Lima

    Full Text Available Com o objetivo de se avaliar a distribuição de fatores de risco em mulheres indígenas Teréna no Estado do Mato Grosso do Sul, duas amostras destas foram entrevistadas, respectivamente em 1995 (330 mulheres voluntárias de dez aldeias teréna de área rural e em 1997 (quarenta mulheres da Aldeia de Limão Verde. Os padrões de vida reprodutiva, dieta, antecedentes patológicos pessoais e familiares foram levantados, bem como a determinação do índice de massa corporal (IMC. Na maior amostra, observou-se que a idade média à menarca foi de 12,3 anos (30% das mulheres referindo-a aos 13 anos ou mais, 86% das mulheres com antecedentes de uma ou mais gestações (42% com cinco ou mais, 71% com antecedentes de três ou mais gestações, idade média à primeira gestação de 18,9 anos (3.8% com 28 anos ou mais, aleitamento materno com duração média de 84 meses, e 70% das mulheres menopausadas antes dos cinqüenta anos de idade. O padrão referido de dieta na menor amostra revela elevado consumo de frutas, legumes, raízes e macarrão, com ingestão escassa de carne vermelha e frango, observando-se que 50% (IC 95%: 34.1-65.9 das mulheres apresentaram sobrepeso (IMC 25-29 e 27% (IC 95%: 15.1-44.1 obesidade (IMC > 29.

  15. Estereótipos e mulheres na cultura marroquina

    OpenAIRE

    Sadiqi,Fatima

    2008-01-01

    Estereótipos sobre as mulheres no Marrocos podem ser caracterizados como crenças culturais incompletas e inexatas mantidas por algumas pessoas e que se encontram inscritos em expressões lingüísticas ou em discursos subliminares. A cultura popular marroquina emprega representações poderosas para transmitir e sustentar tais estereótipos. Embora existam alguns estereótipos positivos, a maioria dos estereótipos sobre as mulheres no Marrocos é negativa e reflete ditames patriarcais subliminares qu...

  16. Representações da mulher em cartas bíblicas analisadas sob a perspectiva sistêmico-funcional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Maria Rossi

    2014-02-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo analisar como a linguagem é usada para representar a mulher em duas cartas bíblicas do Novo Testamento sob o enfoque da Gramática Sistêmico-Funcional, de Halliday e Matthiessen (2004. Para isso, utilizamo-nos de categorias que realizam as três metafunções da linguagem. Na metafunção ideacional, ocupamo-nos do sistema de transitividade; da metafunção interpessoal, focalizamos o sistema de MODO e a polaridade; na metafunção textual, detemo-nos na estrutura temática. A análise conjunta dessas categorias evidenciou que a escolha pelo Tema Ideacional conjugada à função de fala proposta direcionada à mulher e às funções léxico-gramaticais de Ator, Experienciador e Portador desempenhadas por esse participante representam a mulher principalmente como submissa ao homem, ao marido e à sociedade.

  17. PRÁTICA DE AUTOCUIDADO DE ESTOMIZADOS: CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE OREM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Catunda Gomes de Menezes

    2013-01-01

    Full Text Available El objetivo fue identificar los factores que influyen en el autocuidado a pacientes con ostomía, verificar el conocimiento y las prácticas en la atención a la ostomía. Estudio descriptivo y cualitativo, basado en la Teoría de autocuidado de Orem, desarrollada en la Asociación de Ostomía de Fortaleza-CE, Brasil, en junio y julio de 2007. Se destacaron como factores condicionantes de autocuidado: sexo masculino, mayores de 51 años, bajo nivel de educación, origen de las ciudades capitales o área metropolitana, estado matrimonial y baja renta familiar. De los discursos sugirieron tres categorías: Aprendiendo a cuidar del estoma: sistema apoyo-educación; Cuidado del estoma: conocimiento y prácticas; Dificultades encontradas en la práctica de autocuidado. Los estomizados precisan de atención de enfermería multidimensional, individualizada que les permita realizar el autocuidado eficaz.

  18. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: ANÁLISE DA IDENTIDADE DE MULHERES QUE SOFREM VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Barbosa Vigário

    2014-12-01

    Full Text Available A violência, como um fenômeno social, é historicamente presente no cotidiano das relações sociais, é intrínseca ao processo civilizatório e é manifestada de diferentes formas. A violência nas relações entre parceiros expressa a dinâmica de afeto e poder e, em sua maioria, denuncia relações de subordinação e dominação. É em grande parte, direcionada contra a mulher, independente de sua posição social ou do grau de desenvolvimento econômico. Este trabalho foi realizado na Delegacia de Polícia Civil de Goiandira – GO e realizou a análise da identidade de mulheres na relação de violência com seus parceiros, identificando valores e processos identitários nas circunstâncias e dinâmicas cotidianas dos atores envolvidos. Para isso, utilizou-se como metodologia a pesquisa-ação, a qual teve como instrumentos de coleta de dados o Diário de Campo, a escuta Terapêutico-Educativa, balizada pela intervenção psicossocial. O resultado dessa análise nos aponta para as dificuldades apresentadas pelas mulheres que sofrem violência doméstica em exercitar a capacidade de conduzir sua própria vida, em construir novas identidades e entender que a violência de gênero deve ser combatida através da desconstrução relações de desigualdade entre homens e mulheres e as reestruturando nos campos afetivo, valorativo e operativo, possibilitando transformação das relações sociais.

  19. Lesões precursoras do câncer de colo em mulheres adolescentes e adultas jovens do município de Rio Branco - Acre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leal Elaine Azevedo Soares

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever a freqüência das lesões precursoras do câncer de colo uterino em mulheres de 15 a 29 anos, associando o grau de acometimento com características epidemiológicas e fatores de risco associados. MÉTODOS: foi realizado estudo transversal com a pesquisa de lesões precursoras do câncer de colo uterino, pelo exame de Papanicolaou, em mulheres de 15 a 29 anos com vida sexual ativa, residentes no município de Rio Branco, no período de janeiro a setembro de 2001. Como instrumento de investigação, foi aplicada ficha clínico-ginecológica, constando dados epidemiológicos, fatores de risco e resultados do exame físico-ginecológico, incluindo teste de Schiller e coleta de espécime para exame citopatológico. RESULTADOS: das 2.397 mulheres estudadas, 155 (6,4% apresentaram algum tipo de alteração epitelial cervical, sendo 146 (94,2% lesões escamosas e 9 (5,8% lesões glandulares. Nas mulheres com faixa etária de 15 a 19 anos a freqüência de alteração celular epitelial foi de 6,9%, semelhante a 6,3% observada naquelas de 20 a 29 anos (p>0,65. Este tipo de alteração foi associada ao baixo grau de escolaridade (p<0,003, ao número maior de parceiros (p<0,04, à história de doença sexualmente transmissível (p<0,001 e ao tabagismo (p<0,01. CONCLUSÃO: a freqüência elevada de lesões precursoras em faixa etária abaixo do esperado, com o padrão epidemiológico observado em outras fases da vida da mulher, evidencia a exposição precoce aos fatores risco, o que antecipa o desenvolvimento do câncer de colo uterino.

  20. Violência contra a mulher: análise de casos atendidos em serviço de atenção à mulher em município do Sul do Brasil Violence against women: analysis of cases attended in a women care centre in a municipality in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Ferreira Galvão

    2004-08-01

    Full Text Available Este artigo, de caráter descritivo, tem como objetivo apresentar o perfil de mulheres atendidas em um centro de atendimento à mulher em Londrina, Paraná, e caracterizar os casos quanto aos tipos de violência sofrida, queixa principal, ambiente em que ocorreu a violência e tipo de vínculo do agressor com a mulher. Utilizando-se o Programa Epi Info 6.04 montou-se um banco de dados com as informações extraídas das fichas das mulheres atendidas pelo Serviço, no ano de 2001. Do total de 470 fichas analisadas, verificou-se que a média de idade das mulheres é de 34 anos. A maioria, 47,2%, declarou-se casada e 54% possuem um ou dois filhos. Declararam-se chefes de família 38,7% das mulheres. A violência emocional prevaleceu, representando 56,4% dos casos, seguida pela violência física (32,1%. Os principais agressores são os atuais maridos ou companheiros das mulheres (73,4% e o lar é o espaço onde a maioria das agressões ocorre. Considerando-se a complexidade do problema, que está associado à questão da construção social dos papéis masculinos e femininos e da desigualdade existente nas relações entre os gêneros, conclui-se que os serviços de atendimento às mulheres em situação de violência são de fundamental importância e que estes devem estar articulados com os serviços de saúde no desenvolvimento de ações preventivas e na perspectiva da atenção integral à mulher.The objective of this descriptive study is to present the profile of women who were assisted at a women's care center in Londrina, Paraná State, Brazil, and to characterize the cases in relation to types of violence, main complain, environment where the violence occurred and the woman-perpetrator relationship. Information extracted from the records of women assisted in 2001 was processed using the Epi Info software, version 6.04. Of a total of 470 records analyzed, the mean age of the women was 34. The majority (47.2% reported to be married, 54% had

  1. Promovendo o autocuidado a pacientes com cefaléia por meio da perspectiva oriental de saúde

    OpenAIRE

    Wink, Solange; Cartana, Maria do Horto Fontoura

    2007-01-01

    Este é um relato de experiência que teve por objetivo elaborar, implementar e avaliar um projeto de prática de cuidado de enfermagem a alunos de um curso de graduação em Enfermagem portadores de dor de cabeça. Construído a partir de uma disciplina do Curso de Mestrado em Enfermagem da UFSC, o projeto fundamentou-se no conceito de competência para o autocuidado de Orem, compreendido na perspectiva oriental de saúde. Foram aplicadas três estratégias de cuidado: o diário da dor, a focalização e ...

  2. Cuidado às mulheres em situação de violência conjugal: importância do psicólogo na Estratégia de Saúde da Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadirlene Pereira Gomes

    2014-04-01

    Full Text Available A violência conjugal compromete a saúde mental das mulheres, estando associada à baixa autoestima e depressão. No fomento de ações para enfrentamento desse agravo, destaca-se a atuação dos psicólogos. Objetivou-se compreender o significado do apoio psicológico à mulher em situação de violência conjugal, no âmbito da Estratégia de Saúde da Família. Foram realizadas entrevistas com 52 profissionais que atuam em unidades de saúde em Santa Catarina, Brasil. A coleta e análise de dados basearam-se na Teoria Fundamentada nos Dados. Os profissionais de saúde significam que as mulheres em vivência de violência conjugal necessitam de apoio psicológico e as referenciam para o psicólogo, por considerá-los mais bem preparados para o empoderamento da mulher no sentido de romper com a situação de violência. Todavia, queixam-se do número limitado de psicólogos, considerando a demanda na comunidade. Sinaliza-se para a necessidade de repensar as ações em saúde no âmbito da Atenção Primária à Saúde, a partir da integração e articulação intersetorial a fim de que seja assegurado às mulheres o apoio psicológico necessário para o enfrentamento da violência conjugal.

  3. Violência contra a mulher: perfil dos envolvidos em boletins de ocorrência da Lei Maria da Penha = Violence against women: profiles involved in the occurrence of Maria da Penha Law police reports

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Griebler, Charlize Naiana

    2013-01-01

    Full Text Available Este estudo investigou o perfil dos personagens envolvidos nos casos de violência contra a mulher, em ocorrências da Lei Maria da Penha (n = 103, no ano de 2010, registrados numa Delegacia de Polícia Civil no interior do Rio Grande do Sul. Observou-se que o perfil da mulher está associado a mulheres jovens (M = 35,8 anos; DP = 12,7, em que a maioria tem Ensino Fundamental Completo (57,7% e mantém relacionamentos estáveis (57,7%. Em relação aos tipos de violência registrados, a violência psicológica (86,5% e a violência física (44,2% foram as mais prevalentes. Em relação ao perfil do homem, a idade média foi de 38,8 anos (DP = 11,0, sendo que a maioria tem Ensino Fundamental Completo (48,1%. O uso de substância, em especial o álcool, por parte dos homens em situação de agressão, esteve associado em 39,4% dos casos. Os resultados encontrados nesta pesquisa podem fornecer subsídios para uma maior compreensão do perfil dos envolvidos na violência contra a mulher

  4. Imagem corporal em mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Valéria Dias Souto

    2016-06-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi comparar a imagem corporal de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica. A amostra foi constituída por 300 mulheres brasileiras com idades compreendidas entre 20 e 83 anos (48.96 ± 15.41, divididas em quatro grupos: Grupo 1 = 75 mulheres adultas não praticantes com idades entre 20 e 49 anos; Grupo 2 = 75 mulheres de meia-idade e idosas não praticantes com idades entre 50 e 82 anos; Grupo 3 = 75 mulheres de meia-idade e idosas praticantes com idade entre 50 e 83 anos e Grupo 4 = 75 mulheres adultas praticantes com idade entre 20 e 49 anos. O instrumento utilizado para determinar à imagem corporal actual e desejada foi a Escala de Desenhos de Silhuetas descrita por Stunkard. Os resultados demonstram que não houve diferenças significativas com a insatisfação da imagem corporal entre os grupos de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas vs. praticantes vs. não praticantes (p>0.05. Entretanto, houve diferenças significativas entre a insatisfação com a imagem corporal actual vs. ideal para todos os grupos do estudo (p<0.05. Conclui-se que a idade e a prática da hidroginástica não são factores determinantes na percepção que as mulheres têm da imagem corporal.

  5. Mulheres encarceradas em São Paulo: saúde mental e religiosidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Augusto Costivelli de Moraes

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: A religião tem um importante papel na vida de indivíduos encarcerados. A saúde mental e a possibilidade de reabilitação parecem ser favorecidas através da religião. Entretanto poucos estudos no Brasil abordaram a saúde mental em população carcerária feminina e a relacionaram com a religiosidade. O objetivo deste estudo é verificar o perfil de saúde mental e a relação entre religião, religiosidade e saúde mental numa amostra de mulheres encarceradas em São Paulo. MÉTODOS: Foram entrevistadas 358 mulheres, detentas da Penitenciária Feminina da Capital (São Paulo-SP. Foi aplicado um questionário amplo que abrangeu dados sociodemográficos e culturais (incluindo a religiosidade, assim como itens sobre saúde mental e perfil criminal. A avaliação psicopatológica foi feita com o General Health Questionnaire (GHQ-12. Análises estatísticas comparando as variáveis com o GHQ-12 foram realizadas. Foi utilizada também a análise de regressão logística multivariada para respostas dicotômicas para as variáveis que possivelmente interagiram com a saúde mental. RESULTADOS: A idade média da amostra foi 30,7 anos ± 8,5. A prevalência de possível caso psiquiátrico foi 26,6%. CONCLUSÕES: Uma maior religiosidade pessoal associou-se a menor freqüência de possível transtorno mental. Não foram encontradas associações entre tipo de crime e saúde mental.

  6. CAPACIDAD DE AGENCIA DE AUTOCUIDADO EN LAS PERSONAS ADULTAS QUE PADECEN ARTRITIS REUMATOIDE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viriam Leiva Díaz

    2012-04-01

    Full Text Available El objetivo de la investigación consistió en analizar la capacidad de agencia de autocuidado que poseen laspersonas con diagnóstico de artritis reumatoide, quienes habitan en los cantones de Palmares y San Ramón. Se desarrolló una metodología de investigación cuantitativa de tipo descriptiva transversal. En cuanto a la población participante del estudio, estuvo conformada por 13 personas diagnosticadas con artritis reumatoide; respecto de los instrumentos utilizados para recolectar información, a los colaboradores se les aplicó el instrumento “Escala de apreciación de la capacidad de agencia de autocuidado”, propuesta por Dorothea Orem. Se determinó que los participantes poseen alta capacidad de agencia de autocuidado en las diferentes categorías, ya que únicamente se detectó baja capacidad de agencia de autocuidado en cuanto a interacción social (2 personas, y respecto del consumo insuficiente de alimentos (5 personas. La escala ASA permite a la Enfermera (o determinar la capacidad de agencia de autocuidado, de forma oportuna y eficaz. Además, permitió a las investigadoras observar un panorama general de las necesidades de autocuidado de la población participante y constatar que esta presenta alta capacidad de agencia de autocuidado.

  7. Qualidade de vida, estado nutricional e consumo alimentar de mulheres com câncer de mama em tratamento quimioterápico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Scheibler

    2016-11-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a qualidade de vida, o estado nutricional e o consumo alimentar de mulheres diagnosticadas com câncer de mama em quimioterapia. Métodos: Estudo transversal e analítico envolvendo 70 mulheres, de 30 a 59 anos, em um hospital do Rio Grande do Sul, no período de maio a outubro de 2015. Aplicou-se o questionário European Organization for Research and Treatment of Câncer Quality of Life Questionnaire C30 (EORTC QLQ- C30. As variáveis antropométricas coletadas foram: peso atual, altura, circunferência braquial, circunferência da cintura, circunferência do quadril e prega cutânea tricipital. O consumo alimentar foi avaliado pelo recordatório alimentar de 24 horas. Resultados: Sobrepeso e obesidade foram encontrados respectivamente em 37,1% e 37% das mulheres de acordo com o índice de massa corporal. A média do consumo de calorias, carboidratos, lipídios, colesterol, fibras, cálcio e ferro foi significativamente inferior à recomendação, com destaque para nutrientes como fibras (91,4% dos casos, cálcio (87,7% dos casos e ferro (mais de 90% dos casos. No entanto, o consumo médio de proteínas (72,9% dos casos > 15% do VCT e vitamina C (mais de 50% dos casos foi superior ao recomendado. Conclusão: A qualidade de vida das mulheres com câncer de mama em quimioterapia foi considerada baixa e elas apresentaram uma elevada prevalência de sobrepeso e obesidade. Além disso, o consumo alimentar foi superior à recomendação para proteínas e vitamina C, e inferior para calorias, carboidratos, lipídios, colesterol, fibras, cálcio e ferro. Não foi observada associação significativa entre qualidade de vida e estado nutricional.

  8. Personas con diabetes mellitus tipo 2 y su capacidad de agencia de autocuidado, Cartagena Pessoas com diabete mellitus tipo 2 e sua capacidade de agência de autocuidado, Cartagena Patients with Type 2 Mellitus Diabetes and their Self-Care Agency Capacity, Cartagena

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arleth Herrera Lían

    2012-07-01

    ça de complicações neurovasculares e metabólicas na pessoa que a sofre. A enfermagem cumpre um papel importante através da educação e a capacitação. Objetivo: Identificar a capacidade de agência de autocuidado das pessoas com diagnóstico de diabete mellitus tipo 2, inscrito nos programas de controle da diabete em 19 UPAS de Cartagena. Metodologia: desenho descritivo com abordagem quantitativa em uma amostra de 225 adultos de ambos os sexos, selecionados aleatoriamente. A capacidade de agência de autocuidado foi identificada usando a escala de Valoração das capacidades de autocuidado, desenvolvida por Isenberg e Everest, traduzida ao espanhol por Gallegos e adaptada pela Universidade Nacional da Colômbia. Para a apresentação dos dados, foi utilizada a estatística descritiva. Os resultados foram apresentados em tabelas e gráficas. Resultados: Predominou o sexo feminino (88,9 %; a união livre (59,1 %; a escolaridade (50,6 % com básica primária; baixa renda económica (menos de um salário mínimo mensal em vigor, 59,6 %. Ao valorar a capacidade de agência de autocuidado, 73,8 % dos pacientes obteve uma qualificação de muito boa (76-100 %, conforme a escala. Ao valorar os aspetos contidos na escala verificou-se que mais de 50% das pessoas sempre procuram tempo para eles, pedem explicações sobre sua saúde, examinam seu corpo para ver qualquer mudança e conservam um ambiente limpo. Conclusões: O apoio social recebido pelos pacientes com diabete mellitus tipo 2 e as práticas de higiene pessoal e do entorno, o conhecimento e o cumprimento do regime fazem com que os pacientes tenham uma boa capacidade de agência de autocuidado.Background: Type 2 mellitus diabetes is a public health issue for the bio-psychosocial repercussions and the neurovascular and metabolic complications in the patient. Nursing plays an important role through education and training. Objective: Identify the self-care agency capacity of people diagnosed with type 2 mellitus

  9. Vivências da mulher a ser mastectomizada: esclarecimentos e orientações

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Ferreira Ventura Bittencourt

    2002-08-01

    Full Text Available Com vistas a compreender o significado que a mulher com câncer de mama atribui ao vir-a-ser-mastectomizada, fundamentei-me na abordagem fenomenológica. A análise compreensiva dos depoimentos de sete mulheres, desvelou que a carência do cuidar se insere no mundo-vida dessas mulheres, sobressaindo principalmente a carência das informações negadas, ou seja, na falta de esclarecimento e orientação, O estudo aponta para o enfoque de um cuidado, que busque contemplar a integralidade da mulher, em seus aspectos físicos, como também em seus aspectos emocionais, sociais e sobretudo no envolvimento da equipe multidisciplinar.

  10. Brasil Mulher e Nós Mulheres: origens da imprensa feminista brasileira Brasil Mulher e Nós Mulheres: origins of the feminist press in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina de Santa Cruz Leite

    2003-06-01

    Full Text Available Este artigo apresenta algumas reflexões sobre a imprensa feminista alternativa que surgiu no Estado de São Paulo, Brasil, na segunda metade dos anos 1970. Essa imprensa se tornou um espaço de expressão de uma linha política intimamente vinculada ao despertar das mulheres para as idéias feministas do período posterior à luta armada contra a ditadura no Brasil. Os jornais Brasil Mulher e Nós Mulheres retrataram, em seus artigos e editoriais, a luta pela anistia, pelas creches e pelas liberdades democráticas - todos símbolos da oposição contra o regime no período da ditadura militar. Além disso, eles incluíam matérias específicas, tais como violência doméstica, condições de trabalho das mulheres, direitos reprodutivos, aborto e sexualidade. Do ponto de vista do movimento popular e das organizações de mulheres, essa imprensa constitui, sem sombra de dúvida, uma fonte importante e ainda inexplorada para compreender o período considerado.This article presents some reflections about the feminist alternative press that appeared in the state of São Paulo, Brazil, in the second half of the 70's. The press was a space for expression of a special breed of politics that was closely linked to the awakening of women to feminist ideas in the period after the armed struggle against the Brazilian dictatorship. The journals Brasil Mulher and Nós Mulheres portray, in their articles and editorials, the fight for amnesty, for day nurseries, for democratic freedoms - all symbols of opposition against the regime in the era of military dictatorship. In addition they report on specific matters, such as, domestic violence, women's working-conditions, reproductive rights, abortion and sexuality. From the point of view of the popular movement and the women's organizations, the alternative press of women is without any doubt an important source, and still under-explored, for understanding the period considered.

  11. A presen?a de mulheres negras em cargos hierarquizados da Secretaria Municipal de Educa??o de Manaus: racismo e impasse na sua perten?a e autodeclara??o

    OpenAIRE

    Sousa, Maria do Perpetuo Socorro Lima

    2015-01-01

    Esta pesquisa tem por objeto o estudo da presen?a de mulheres negras em cargos hierarquizados da Secretaria Municipal de Educa??o de Manaus, tem?tica pouco explorada nas ci?ncias sociais e que hoje surge com grande potencial de an?lise. O prop?sito deste estudo consiste em verificar a forma pela qual as mulheres negras adentram os espa?os de poder na Secretaria Municipal de Educa??o de Manaus, dando destaque tanto para o aspecto do preconceito enfrentado por elas no ?mbito do t...

  12. VALE QUANTO PESA: o que leva(m mulheres grávidas à prisão?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heloisa Vieira Simões

    2017-11-01

    Full Text Available O exponencial crescimento do número de mulheres encarceradas no Brasil não mudou o contexto de invisibilidade em que vivem. Diante de tal silêncio, e tendo a percepção de que é em face do feminino e de seu corpo que o sistema de justiça criminal parece expressar sua mais perversa atuação, o Projeto Mulheres pelas Mulheres se propôs a dar voz e visibilidade a essas mulheres. A partir de uma série de entrevistas – com as próprias internas e com as mulheres que visitavam presos nas penitenciárias de Piraquara-PR – foi possível traçar um perfil da mulher encarcerada no Paraná. Entretanto, chamou a atenção a expressiva quantidade de mulheres grávidas e com bebês dentro do sistema. Assim, tendo como base uma epistemologia feminista, foi possível perceber, através dos relatos e de informações a respeito da visita, da revista e das circunstâncias da prisão de determinadas mulheres, um padrão, uma série de histórias repetidas. Mulheres grávidas que, nas filas para a visita, recebem ofertas razoáveis de dinheiro em troca de um serviço, cujo sucesso já estaria acertado com os responsáveis pela revista. Em um instante, porém, tornam-se, para o sistema de justiça criminal, traficantes. Mulheres-traficantes que trazem no ventre a paradoxal contradição de serem mulheres-traficantes-grávidas, subvertendo a ordem de gênero e os papeis naturalmente estabelecidos, caracterizando aquilo que, simbolicamente, não se admite: que uma criminosa seja, também, mãe.

  13. Gênero, história e violência: casos de homicídio contra mulheres em Montes Claros – 1985 – 1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Clarice Rodrigues de Souza

    2011-01-01

    Full Text Available Gender violence is any act or conduct based on gender which causes death, damage or suffering physical, sexual or psychological, both in the public and private sphere. Observing this definition, this article brings out violence against women occurred in Montes Claros/MG during the period from 1985 to 1993. During this period, the visibility of violence against women earns an enhancement, creation and inauguration of the Women’s Police Stations in various locations in Brazil. The methodology used is the discourse analysis and the sources are criminal proceedings and oral interviews. From the analysis of murder crime, we see how they are grounded in gender differences and still rooted in our society. / A violência de gênero consiste em qualquer ação ou conduta baseada no gênero que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico, tanto em âmbito público como privado. Partindo dessa definição, o presente artigo traz à tona a violência contra mulheres ocorrida em Montes Claros/MG no período compreendido entre 1985 a 1993. Neste período, a visibilidade à violência contra mulheres ganha um reforço: a criação e inauguração das Delegacias de Mulheres em várias localidades do Brasil. A metodologia utilizada foi a análise de discurso e as fontes foram os Processos-crime e Entrevistas Orais. A partir da análise de crimes de homicídio, observamos como os mesmos são alicerçados nas diferenças de gênero enraizadas e ainda presentes em nossa sociedade.

  14. MULHERES BUDISTAS COMO LÍDERES E PROFESSORAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita M. Gross

    2005-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2005000200015 No budismo, o papel do professor de dharma (religioso é a função mais prestigiosa, e o professor de dharma tem mais autoridade do que qualquer outro líder. Apesar de os ensinamentos budistas não conterem nenhuma doutrina que limite essa função ao homem, na prática, em toda a história budista, foram pouquíssimas as mulheres que se tornaram conhecidas como professoras de dharma. Algumas pessoas acham que essas práticas não prejudicam as mulheres, porque estas podem, ainda assim, receber os ensinamentos, fazer as práticas mais avançadas e obter altos níveis de esclarecimento espiritual. Contudo, eu afirmo que o fato de não haver professoras de dharma reconhecidas foi nocivo seja para as mulheres budistas, seja para o próprio budismo. Isso tem a ver com o legado das comunidades de monjas em muitas partes do mundo budista, com os baixos padrões de educação para as mulheres, com o fraco prestígio de que gozam as praticantes mulheres, com a falta de modelos para as mulheres e com a perda da sabedoria feminina na herança do pensamento budista. Até que as professoras de dharma não forem amplamente reconhecidas e honradas, o budismo continuará sendo perseguido por seu passado patriarcal, com o prejuízo de todos.

  15. Sida e a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Chaves

    2016-02-01

    Full Text Available Os padrões epidemiológicos da pandemia do VIH/SIDA estão a mudar, fazendo prever que, nos próximos anos, o ratio homem/mulher seja de 1:1. Isto é tanto mais verdade em localizações geográficas onde a transmissão do vírus por via heterossexual é a predominante, com particular relevância para os países em vias de desenvolvimento. De entre estes, África merece destaque, já que aí as cifras assustadoras relativas a esta doença traduzem, de facto, a precariedade da condição de mulheres e crianças.  As mulheres são, no presente, o grupo mais vulnerável à SIDA, não só pelas suas condições anatomofisiológicas, mas também pela sua situação social, económica e cultural. O seu papel na família, como cuidadora, parceira sexual e, eventualmente, mãe coloca-as face aos desafios de uma doença que, apesar de crónica, tem, ainda hoje, um desfecho fatal.  Simultaneamente vítima e portadora/mensageira da doença, a mulher é confrontada com os seus comportamentos passados ("vítima culpada" ou acaba por se ver presa numa teia de contaminações sucessivas. Com frequência, começa por ser contaminada pelo seu parceiro sexual (muitas vezes, como verdadeira "vítima inocente", já que desconhece condutas e passado do homem com quem vive, tornando-se, depois, ela própria, transmissora da doença aos filhos que, provavelmente, tanto quis proteger. Em 80% dos casos de SIDA pediátrica a génese pode ser encontrada na transmissão vertical.

  16. Mammography and Pap test screening among low-income foreign-born Hispanic women in the USA Mamografia e teste Papanicolau em mulheres latinas de baixa renda nos Estados Unidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria E. Fernandez

    1998-01-01

    Full Text Available Little is known about the factors influencing screening among low-income Hispanic women particularly among recent immigrants. A sample of 148 low-income, low-literate, foreign-born Hispanic women residing in the Washington DC metropolitan area participated in the study. The mean age of the sample was 46.2 (SD = 11.5, 84% reported annual household incomesEste estudo determinou os fatores que influenciam a conduta de mulheres latinas de baixa renda nos EUA, em face do monitoramento pela mamografia (MM e por meio do teste de Papanicolau (TP, em uma amostra de 148 mulheres latinas, residentes na região metropolitana de Washington DC. A idade média na amostra foi de 46,2 anos (desvio padrão 11,5, e 84% relatavam renda familiar anual menor que quinze mil dólares. Todas as mulheres falavam espanhol e apresentavam níveis reduzidos de aculturação; 96% destas informavam ter realizado TP, mas 24% não relatavam adesão às normas recomendadas de rastreamento. Entre aquelas com quarenta anos ou mais, 62% haviam realizado MM, mas somente 33% de acordo com as normas de rotina. A freqüência de conceitos equivocados sobre o câncer neste grupo de mulheres foi maior que a observada para mulheres latinas em outros estudos. Modelos logísticos multivariados para variáveis correlacionadas à conduta no rastreamento pelo TP e MM indicam que fatores como o medo do teste, vergonha e desconhecimento tiveram influência. Concluiu-se que as mulheres nesse estudo apresentaram menor freqüência de rastreamento por MM que mulheres não latinas, além de apresentarem também níveis mais reduzidos de adesão às normas de rastreamento por TP e MM.

  17. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS: ESTATÍSTICAS ALARMANTES CONTRA A DIGNIDADE DAS JOSEENSES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre José Reifschneider Coelho

    2016-11-01

    Full Text Available Tomando como referência dados estatísticos registrados no site da SECRETARIA de Segurança Pública (www.ssp.sp.gov.br/novaestatistica/Mapas.aspx e partindo da fundamentação em literatura especializada sobre o tema violência contra mulheres (artigos científicos; informações divulgadas pelos meios de comunicação (notícias, reportagens; depoimentos e vivências compartilhadas em espaços públicos virtuais (blogs percebemos que o preconceito, a discriminação e a desigualdade, faces perversas da violência contra a mulher, colaboram para a permanência da violência mesmo após o advento da Lei 11.340 de 07 de Agosto de 2006, conhecida como Lei “Maria da Penha”. Mostramos esta permanência da violência tendo como objeto de análise os crimes de estupro, lesão corporal e tentativa de homicídio, compreendidos no período de 2011 a 2015, subdivididos em Estado de São Paulo (Capital e Interior e município de São José dos Campos.

  18. Prevalência dos fatores trombofílicos em mulheres com infertilidade Prevalence of thrombophilic factors in infertile women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana de Góes e Silva Soligo

    2007-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: determinar a prevalência dos fatores trombofílicos em mulheres inférteis. MÉTODOS: estudo de corte transversal, no qual foram admitidas mulheres inférteis atendidas em clínica privada e submetidas à investigação de trombofilia, conforme protocolo da referida clínica, no período de março de 2003 a março de 2005, após aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP. Foram incluídas mulheres com história de infertilidade, definida como um ano de coito desprotegido sem concepção. Foram excluídas mulheres com hepatopatia e dados incompletos em prontuário, obtendo-se uma amostra de 144 mulheres. Os fatores trombofílicos avaliados foram: o anticorpo anticardiolipina (ACL, o anticoagulante lúpico (ACGL, a deficiência de proteína C (DPC, a deficiência de proteína S (DPS, a deficiência de antitrombina III (DAT, a presença do fator V de Leiden, uma mutação no gene da protrombina e a mutação do metileno tetrahidrofolato redutase (MTHFR. Resultados: os valores de prevalência obtidos para ACL e ACGL foram de 2%. A prevalência dos fatores trombofílicos hereditários foram: DPC=4%, DPS=6%, DAT=5%, fator V de Leiden=3%, mutação da protrombina=3% e mutação MTHFR=57%. CONCLUSÕES: das 144 pacientes selecionadas, 105 mulheres, ou seja, 72,9% apresentavam pelo menos um fator trombofílico presente. Isto reforça a importância e justifica a necessidade da investigação destes fatores neste grupo de mulheres.PURPOSE: to establish the prevalence of thrombophilic factors in infertile women. METHODS: a cross-sectional study was performed, in which infertile women, seen in a private clinic with investigation for thrombophilia were included, according to the protocol of the clinic, between March 2003 and March 2005, after the approval of the Research Ethics Committee of the Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP. One hundred and forty-four infertile women without any liver

  19. Fatores intervenientes no seguimento do tratamento nutricional para redução de peso em mulheres atendidas em uma unidade básica de saúde do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irene da Silva Araújo Gonçalves

    2015-05-01

    Full Text Available Introdução: A prevalência de excesso de peso cresceu consideravelmente nos últimos 30 anos representando um desafio para a Saúde Pública. Além disso, o padrão estético magro tem contribuído para a procura por atendimento nutricional, entretanto, a não adesão ao tratamento para perda de peso é elevada. Objetivo: Identificar os principais fatores intervenientes no seguimento ao tratamento nutricional para redução de peso em mulheres. Materiais e Métodos: Estudo transversal e descritivo contendo dados socioeconômicos, comportamentais e percepção do tratamento nutricional foi realizado em mulheres com idade maior ou igual a 18 anos em uma Unidade Básica de Saúde entre 2008-2010. Posteriormente, foram anotados dados antropométricos e número de consultas dos prontuários. Resultados: Aproximadamente 8% das mulheres melhoraram o estado nutricional e 3% atingiu os níveis de eutrofia. O diagnóstico de obesidade grau III se manteve na mesma proporção. Apenas 69,71% foram ao segundo retorno, 31,43% não perderam/ganharam peso, 58,29% perderam peso, sendo que 34,86% perderam até 3Kg. Os fatores intervenientes mais frequentes para não adesão ao tratamento foram: sensação de fome (38,31%, fracionamento da dieta (44,81%, controlar apetite/ansiedade/nervosismo (44,16% e comer em menor quantidade (22,08%. Aproximadamente 40% considerou fácil a inclusão diária de frutas/hortaliças, preferência por preparações com menor teor de gordura/alimentos integrais, redução de açúcar/doces/refrigerantes/lanches. Discussão e Conclusões: Foram observadas baixa frequência de comparecimento às consultas e de perda de peso.  Os fatores intervenientes mais frequentes foram relacionados ao controle emocional e fisiológico da fome. São necessárias estratégias motivacionais e focadas no indivíduo na tentativa de potencializar resultados do tratamento utricional.Cómo citar este artículo: Goncalves I, Ferreira N, Reis P, Pena G

  20. Relação entre cintura-quadril e imagem corporal em mulheres de meia-idade e idosas ativas fisicamente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Gonçalves Soares

    2014-06-01

    Full Text Available O estudo busca relacionar autoimagem com a relação cintura-quadril e avaliar, assim, a satisfação com a autoimagem em mulheres com idade média de 60,5(±11,12 anos. Para avaliar a satisfação com a imagem corporal, usou-se a Escala de Desenhos de Silhuetas de Stunkard, Sorensen e Schulsinger (1983. A maior parte das mulheres está insatisfeita com sua imagem corporal. Intervenções neste grupo se fazem necessárias através de trabalhos psicológicos e nutricionais, além de atividade física.  

  1. Retenção da capacidade funcional em mulheres idosas após a cessação de um programa de treino multicomponente: estudo longitudinal de 3 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Filipe Leitão

    2015-12-01

    Full Text Available A atividade física proporciona benefícios para a saúde e qualidade de vida de mulheres idosas. Ainda são escassos os estudos longitudinais em mulheres idosas com duração superior a um ano de prática de exercício físico. Assim o objetivo do estudo foi analisar os efeitos de três anos de treino multicomponente na capacidade funcional de mulheres idosas. Métodos: 51 mulheres (66.7±5.30 anos e 159±0.11cm participaram ao longo de três anos num programa constituído por períodos de nove meses de treino multicomponente seguidos de três meses de destreino. As avaliações decorreram no início/fim de cada período de treino e destreino. Resultados: No 1º, 2º e 3º ano verificaram-se aumentos estatisticamente significativos em todos os parâmetros da capacidade funcional (p<0.05. No entanto, o 2º ano revelou ser o período de treino onde observamos os maiores aumentos nos testes T6M (7.43%, SA (383.33%, AC (40.33%, FA (13.05% e LS (12.5% (p<0.05. Os testes T6M, LS, FA, AC, SA melhoraram entre 4.17% a 576.60% em todos os períodos de treino e diminuíram entre 3.21% a 85.31% em todos os períodos de destreino. Conclusões: Três anos de treino multicomponente contribuíram para a melhoria da capacidade funcional em mulheres idosas, principalmente no 2º ano de intervenção.

  2. Condições do letramento funcional em saúde de um grupo de idosos diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Izabel Penha de Oliveira Santos

    2016-02-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: foi avaliar as condições de letramento funcional em saúde de um grupo de idosos diabéticos. Método: estudo seccional e descritivo, com idosos diabéticos assistidos no SUS (N = 114. Avaliaram-se os condicionantes sociais e da saúde, bem como de letramento funcional em saúde pelo teste S-TOFHLA(versão-breve; descreveram-se as proporções simples, média, desvio-padrão e teste do Qui-quadrado de Pearson pelo software SPSS (20.0 com valor α = 5%. Resultados: a média da idade foi 67,4 anos, 74,0% dos idosos eram mulheres, possuíam até 4 anos de escolaridade; 29,8% tinham a doença de longa data, 64,0% relataram ter hipertensão arterial, 47,4% eram ou foram fumantes, 73,7% apresentaram baixo letramento funcional em saúde, que se mostrou associado com a escolaridade p = 0,001. Conclusões: o baixo letramento funcional em saúde pode ser condicionante do autocuidado e pode ser influenciado pela baixa escolaridade, pois implica em ter habilidades para compreender e tomar decisões voltadas à autogestão da saúde.

  3. Danos bucomaxilofaciais em mulheres: registros do Instituto Médico-legal de Ribeirão Preto (SP, no período de 1998 a 2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chiaperini, Alini

    2009-01-01

    Full Text Available Objetivo: Partindo da constatação de que a violência constitui um dos principais agravos à saúde e bem-estar das mulheres, realizou-se uma investigação para averiguar o comportamento quantitativo das lesões corporais que atingiram o complexo maxilo-mandibular em mulheres que se submeteram à perícia médico-legal no Instituto Médico Legal (IML, no município de Ribeirão Preto, SP, Brasil, nos anos de 1998 a 2002. Metodologia: Estudo descritivo, no qual foram consultados n=28. 192 laudos periciais realizados para esclarecimento de crimes de lesão corporal e estudo baseado nos seguintes critérios: faixa etária, grupo étnico, etiologia e classificação jurídica do dano, região atingida. Resultados: A faixa etária predominante foi de 26 a 30 anos (19,9 %; o grupo étnico com maior incidência foi de mulheres brancas. Quanto à etiologia do dano, verifica-se um maior percentual nas agressões físicas (57 %; na descrição das lesões, observou-se uma maior incidência de traumas resultando em escoriação, seguida de edema e equimose. Quanto às regiões da face atingidas, a região oral foi a mais prevalente, seguida da região nasal. Conclusão: Nos crimes de lesão corporal em mulheres há um elevado comprometimento do complexo maxilo-mandibular

  4. Enfermagem em cardiologia baseada em evidência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eneida Rejane Rabelo da Silva

    2007-10-01

    Full Text Available Neste artigo apresentamos, dentro do cenário cardiovascular, estudos recentes do nosso grupo. Buscando melhores evidências de enfermagem investigamos por meio de ensaios clínicos randomizados (ECR estratégias de educação e acompanhamento destes pacientes (pctes. O primeiro ECR avaliou o impacto da educação individual e da orientação em grupo no conhecimento sobre doença e autocuidado em pctes com insuficiência cardíaca (IC. No grupo intervenção, houve uma melhora do conhecimento dos cuidados essenciais (controle de sal e da ingesta hídrica, peso diário, realização de atividade física P=0,008, demonstrando que o atendimento em grupo é semelhante ao individual. No ambiente hospitalar, segundo ECR, comparamos o efeito da educação de enfermagem e seguimento telefônico após alta versus educação sem a monitorização por telefone. Demonstramos que intervenção educativa durante a internação melhora o conhecimento da doença, autocuidado e qualidade de vida (P

  5. Os Meios de Comunicação e a Figura da Mulher: uma reflexão sobre a personagem Clara da telenovela Em Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Baccega

    2016-06-01

    Full Text Available O presente artigo tem por objetivo refletir acerca da construção da figura da mulher operada pelos meios de comunicação, através de um dos seus produtos culturais, a telenovela brasileira. Para tanto, propõe uma investigação que aborda a visibilidade da mulher na mídia, trazendo como arcabouço teórico Baccega (1994; 1999, Escosteguy (2011 e Hall (2013, no que tange aos discursos midiáticos; Lippmann (1966, Bourdieu (2002, Scott (1995, Butler (2015 e Louro (2000 para refletir sobre a figura da mulher. Levando em conta o contexto hegemônico, o presente artigo propõe discutir a ideologia bem como a indústria cultural a fim de analisar, como objeto empírico, a personagem Clara, protagonizada pela atriz Giovanna Antonelli, na telenovela brasileira Em Família, da TV Globo.

  6. Abuso de álcool e drogas e violência contra as mulheres: denúncias de vividos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Becker Vieira

    2014-06-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar a interface entre o uso abusivo de álcool e outras drogas pelos companheiros e o vivido de mulheres que denunciam situações de violência. Trata-se de pesquisa qualitativa pautada na análise de conteúdo temática de entrevistas realizadas em março e abril de 2010, com treze mulheres que realizaram o registro da violência na Delegacia de Polícia para a Mulher e Delegacia de Pronto Atendimento de um município do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Observou-se que, em um mundo envolto por brigas, humilhações, agressões, sofrimento e submissão, o uso abusivo de álcool e drogas do companheiro potencializou a violência vivida das mulheres entrevistadas. Além de buscar qualificar a atenção à saúde mental das mulheres no contexto da violência, uma vez que essa condição repercute substancialmente em sua saúde, e em todas as dimensões, conclui-se ser imprescindível articular a atenção às mulheres em situação de violência com ações de prevenção do uso de álcool e/ou outras drogas pelos companheiros.

  7. A discriminação de mulheres travestis e transexuais no mercado de trabalho

    OpenAIRE

    Licciardi, Norma; Waitmann, Gabriel; Oliveira, Matheus Henrique Marques de

    2015-01-01

    Mulheres travestis e transexuais brasileiras sofrem o desamparo no meio familiar, acadêmico, laboral e social desde o momento em que assumem sua identidade transgênera. Para melhorar essa realidade, cabe olharmos através do viés social dos Recursos Humanos e estudar a inclusão dessas mulheres no mercado formal de trabalho, em contrapartida às estatísticas que reduzem esse contingente populacional à prostituição ou a empregos informais. Por meio de depoimentos colhidos com mulheres transgênera...

  8. Mulher e negra: dupla vulnerabilidade às DST/HIV/aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naila Janilde Seabra Santos

    Full Text Available Resumo O objetivo deste trabalho é discutir os fatores determinantes da vulnerabilidade das mulheres negras a HIV/aids. Pela descrição e análise de dados socioeconômicos, de incidência e mortalidade de aids e da mortalidade de outras patologias, desenha-se o quadro epidemiológico que ressalta as iniquidades em saúde da população negra e, em particular, das mulheres desse segmento populacional. Quando comparadas às mulheres brancas, as negras apresentam, repetidamente, maior risco de adoecimento e morte. A discussão sobre violência sexual e doméstica reitera as disparidades e a maior vulnerabilidade social da mulher negra. As desigualdades socioeconômicas e o racismo institucional são as hipóteses explicativas para a alta vulnerabilidade às DST/aids das mulheres negras. Apenas com uma ampla gama de ações multissetoriais, incisivo enfrentamento do racismo institucional pelo Estado e fortalecimento do movimento social será possível iniciar a longa jornada para se alcançar o propalado princípio de equidade na saúde.

  9. Sobre a (não adesão ao tratamento: ampliando sentidos do autocuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celiane Camargo-Borges

    2008-01-01

    Full Text Available Los nuevos discursos en el contexto del Sistema Unificado de Salud han exigido una mirada más crítica sobre el auto-cuidado. Este es un estudio de carácter cualitativo, basado teórica y metodológicamente en el construccionismo social. Su objetivo es describir los sentidos del autocuidado producidos en grupos comunitarios en el contexto de la Estrategia de la Salud de la Familia. Los datos fueron recolectados durante el año 2001, totalizando 28 participantes con 50 años de edad, aproximadamente. Las conversaciones fueron grabadas, transcritas y analizadas dando visibilidad a las versiones del auto-cuidado. El análisis, basado en una perspectiva construccionista, permitió ampliar los sentidos del auto-cuidado, favoreciendo una reflexión sobre su complejidad, señalando necesidades más amplias, diferentes de la adopción de un medicamento prescrito. Diálogo y foco en la relación son presentados como recursos transformadores de las prácticas de cuidado y auto-cuidado, los cuales posibilitan la construcción de acciones dentro de una perspectiva más integral y co-responsable.

  10. Narrativas sobre conjugalidade de mulheres que se relacionam com crossdressers

    OpenAIRE

    Vencato, Anna Paula

    2017-01-01

    Resumo: Este texto discute dados coletados em pesquisa com mulheres que se identificam como “esposas” ou “S/O’s” de homens que “praticam crossdressing”. É, também, um desdobramento de minha tese de Doutorado, sobre como homens que se identificam como crossdressers negociam esta prática em suas vidas cotidianas. A pesquisa parte de uma etnografia e é complementada por entrevistas semiestruturadas com estas mulheres. Busca-se compreender como elas lidam com as tensões relativas às convenções so...

  11. Vulnerabilidade de mulheres em união heterossexual estável à infecção pelo HIV/Aids: estudo de representações sociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Silva Abreu Rodrigues

    2012-04-01

    Full Text Available O artigo discute as representações sociais de mulheres em união heterossexual estável no que diz respeito à vulnerabilidade à infecção pelo HIV/AIDS. Os dados foram produzidos pela associação livre de palavras e constituem recorte de uma pesquisa fundamentada na Teoria das Representações Sociais desenvolvida com mulheres soronegativas para o HIV, da capital e interior da Bahia. A análise fatorial de correspondência revelou significância para as variáveis: procedência, escolaridade e tempo de união estável. A aceitação à traição emergiu como fator de vulnerabilidade para respondentes com 1-5 anos de união estável do interior. Mulheres da capital com 6-10 anos de união estável representam a monogamia como forma de prevenção. Mulheres com maior tempo de união e nível escolar básico representam-se como invulneráveis, contrárias as que têm 1-5 anos de união e escolaridade mediana. Os resultados indicam a necessidade de mais ações com o objetivo de desnaturalizar as coerções sócio-culturais que geram representações e aproximam mulheres em união estável da AIDS.

  12. Mortes de mulheres internadas para parto e por aborto e de seus conceptos em maternidades públicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pauline Lorena Kale

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi analisar mortes de mulheres internadas para parto e por aborto, e de seus conceptos – fetais e neonatais – em maternidades públicas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Niterói (RJ, em 2011. Estudo seccional de base hospitalar. Participaram 7.845 mulheres resultando em um óbito materno, 498 abortos, 65 óbitos fetais, 44 óbitos neonatais e 7.291 sobreviventes infantis. Dados foram obtidos por meio de entrevista, consulta ao prontuário, cartão da gestante e no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM. Foi descrita a população de estudo e estimados a concordância da causa básica (SIM e certificada pela pesquisa e os indicadores de mortalidade. A mortalidade materna foi 13,6 por cem mil nascidos vivos (NV, fetal 8,8‰ nascimentos e neonatal 6,0‰ NV. Misoprostol foi o medicamento mais utilizado no aborto provocado. Transtornos respiratórios e fatores maternos foram as principais causas entre óbitos fetais e neonatais. Sífilis congênita, diabetes e causas de morte fetal não especificada foram subdeclaradas no SIM. Os coeficientes kappa por capítulo foram 0,70 (neonatais e 0,54 (natimortos. A assistência de boa qualidade no planejamento reprodutivo, pré-natal, durante o parto e nascimento resultará na prevenção das mortes.

  13. EMPREENDEDORISMO FEMININO: MULHERES GERENTES DE EMPRESAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Beatriz Cautela Tvrzska de Gouvêa

    2008-09-01

    Full Text Available A realidade da mulher gestora da micro e pequena empresa desperta interesse pelo estudo do gênero feminino no ambiente destas organizações. Analisar as características, considerações e entendimentos de um grupo de mulheres, que participam de uma associação empresarial de comercio e indústria de Santa Catarina, Brasil, constituiu-se no objetivo deste estudo. A pesquisa exploratória, com método qualitativo, foi realizada por meio de entrevista estruturada, com análise de conteúdo. Os resultados evidenciam que as gestoras apresentam idade entre 33 e 54 anos, na maioria casadas e com filhos, e com formação acadêmica de nível superior. A maioria trabalha mais de nove horas por dia. Participam, em média, com 50% do valor no orçamento familiar. Consideram-se, em sua maioria, mulheres de sucesso. Entendem como estratégia a necessidade de conhecimento acerca do negócio e a dedicação à empresa. Os resultados do estudo são semelhantes aos encontrados na literatura de empreendedorismo feminino.

  14. Significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em serviço de saúde público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Martin

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo de caráter etnográfico foi analisar o significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em um Núcleo de Atenção Psicossocial do município de Santos, São Paulo, Brasil. Foram identificados, neste contexto: o tratamento da depressão no serviço (do encaminhamento ao atendimento, as noções de doença elaboradas pelas mulheres e o consumo de medicamentos. Ficaram evidentes: a banalização da depressão, a importância do psiquiatra e do uso de antidepressivos e ansiolíticos no tratamento. Os padrões encontrados de consumo dos medicamentos pelas mulheres sugerem a ocorrência de uma "toxicomania medicamentosa". O uso de medicamentos, além da ação farmacológica, possui uma ação simbólica, no sentido de conforto e cuidado. O trabalho aponta para a necessidade de se articularem o significado das experiências das mulheres e as abordagens terapêuticas da depressão na construção das políticas públicas de saúde mental.

  15. Crenças no autocuidado em diabetes: implicações para a prática

    OpenAIRE

    Xavier,Antônia Tayana da Franca; Bittar,Daniela Borges; Ataíde,Márcia Barroso Camilo de

    2009-01-01

    El objetivo del estudio fue comprender las creencias que impregnan las actitudes de autocuidado de los pacientes diabéticos. Nueve pacientes diabéticos participaron de la investigación. La entrevista semiestructurada se utilizó como instrumento para la recolección de los datos, y la técnica de análisis de contenido, modalidad temática, para su tratamiento. A través del análisis se encontraron tres temas de significación - La influencia de las creencias en el concepto de diabetes; Las creencia...

  16. Agroecologia: Potencializando os papéis das mulheres rurais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana da Silva Andersson

    2017-04-01

    Full Text Available O artigo analisa se e como a agroecologia potencializa os papéis das mulheres rurais, em sua maioria agricultoras, dos municípios de Arroio do Padre e São Lourenço do Sul (RS. Através da realização de entrevistas em profundidade e da observação participante, o artigo analisa as percepções dessas mulheres a respeito das realidades por elas vivenciadas tanto no âmbito produtivo (lavoura como reprodutivo (doméstico. É importante destacar que, em Arroio do Padre, há um processo incipiente de “agroecologização”, ou seja, as unidades familiares encontram-se nos níveis iniciais da transição agroecológica. Já em São Lourenço do Sul, observou-se que essas mulheres atuam na agroecologia há mais de 40 anos. Estas distintas trajetórias conferem percepções de mundo diferenciadas entre os dois contextos sociais. Enquanto para as interlocutoras de Arroio do Padre a agroecologia pouco interfere em suas escolhas dentro e fora de casa, já para as entrevistadas de São Lourenço do Sul é essencial no repensar das relações estabelecidas no lar e no seu entorno, especialmente nos assuntos que tangem aos mercados e a sua valorização enquanto “agricultora”.

  17. Feminismo em movimento: temas e processos organizativos da Marcha Mundial das Mulheres no Fórum Social Mundial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Nobre

    2003-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2003000200019 O texto apresenta uma comparação entre o surgimento e desenvolvimento do processo Fórum Social Mundial e a Marcha Mundial das Mulheres no Brasil. O Fórum teve uma enorme contribuição para historicizar a globalização capitalista e mudar os termos do debate, e o movimento de mulheres tem sua trajetória imersa neste contexto, assim como o feminismo tem um grande potencial para desnaturalizar o discurso sobre a globalização e a economia neoliberal. O texto também mostra as relações construídas entre os movimentos sociais e suas agendas em comum que vêm se expressando no conjunto das ações do movimento antiglobalização.

  18. Autocuidado da criança com espectro autista por meio das Social Stories

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Maria da Silva Rodrigues

    Full Text Available Resumo Objetivos: Aplicar o processo de enfermagem da teoria do autocuidado, de Dorothea Orem, e utilizar a Social Stories como ferramenta de aprendizagem aliada à teoria do autocuidado pela criança com Transtorno do Espectro Autista. Métodos: Estudo qualitativo, descritivo, caso único de uma criança com Síndrome de Asperger. Realizado no domicílio, fundamentado na teoria de Dorothea Orem, com utilização da Social Stories. Coleta de dados feita por meio de entrevistas semiestruturadas, anamnese e intervenções de enfermagem. Resultados: Realizaram-se três intervenções semanais para o estímulo ao autocuidado e avaliações com a mãe acerca da evolução da criança. Constatou-se a evolução da criança do sistema parcialmente compensatório para o sistema de apoio-educação, devido ao aumento da capacidade de autocuidado no banho, na escovação dos dentes e na higienização após as eliminações intestinais. Conclusão: A associação da teoria de Orem com a Social Stories apresentou-se como uma estratégia efetiva no estímulo ao autocuidado pela criança.

  19. Um encontro de mulheres: dar à luz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maysa Luduvice Gomes

    1998-09-01

    Full Text Available Este trabalho analisa a relação que se estabelece entre a mulher durante o processo de parturição e a enfermeira obstetra, mulher e agente institucional. Discute-se como a experência de submissão é vivenciada pela mulher, sujeito de um processo anátomo-fisiológico, e a forma pela qual se expressa o exercício do poder e dominação da instituição que a enfermeira representa sobre a mulher usuária. Expõe-se a submissão da mulher ao serviço e sua expectativa com relação ao momento do parto, ao medo da dor e aos maus tratos. Analisa-se o poder sutil e educado exercido pela enfermeira sobre a parturiente, mostrando também que é uma mulher que cuida de outra, expressando sua subjetividade, a qual é sufocada pelo padrão da racionalidade científica moderna. A abordagem foi qualitativa e os dados, coletados através da observação participante em entrevista semi-estruturada, foram analisados dialeticamente.

  20. Gravidade psicopatológica em mulheres vítimas de violência doméstica Psychopathology severity in women victims of violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristine Fonseca Mozzambani

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de sintomas psicopatológicos em mulheres vítimas de violência doméstica (VD que procuraram uma delegacia de defesa da mulher. MÉTODO: Foram avaliadas mulheres com idade entre 20 e 50 anos que deram entrada em uma delegacia da mulher com queixa de VD. Durante a entrevista, todas foram submetidas ao Relatório de Indicadores Sociais e preencheram os seguintes instrumentos de autoaplicação: Inventário de Depressão de Beck, Inventário de Ansiedade de Beck, Post-Traumatic Stress Disorder Checklist - Civilian Version e o Questionário de Experiências Dissociativas Peritraumáticas (todos em língua portuguesa. Foram usadas notas de corte a partir dos estudos de validação desses instrumentos para categorizar indivíduos com alta probabilidade de apresentar transtorno depressivo maior, transtorno de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático, ou alta/baixa dissociação peritraumática. RESULTADOS: Foram avaliadas 17 mulheres com idade média de 34,7±7,7 anos. O tempo médio de duração da violência foi de 9,1±8,7 anos. Do total de mulheres, 53% eram vítimas de agressão excessiva e 84% eram ameaçadas de morte pelo companheiro; em 71% dos casos, os companheiros eram usuários de drogas. Além disso, 53% das mulheres afirmaram ter sofrido VD na infância. Do total da amostra, 89% tiveram grande probabilidade de apresentar transtorno depressivo maior, 94% transtorno de ansiedade, 76% transtorno de estresse pós-traumático e 88% apresentaram elevados níveis de experiências dissociativas peritraumáticas. CONCLUSÃO: As vítimas de VD que dão entrada em delegacias de defesa da mulher têm alta probabilidade de apresentar morbidade psiquiátrica, assim como alterações cognitivas que as impossibilitam de sair do ciclo da violência.OBJECTIVE: To assess the presence of psychopathological symptoms in women victims of domestic violence who seek help at police units offering women's protective

  1. Freqüência de precordialgia em mulheres chagásicas e não-chagásicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Vitorino Modesto dos

    1998-01-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi comparar a freqüência de precordialgia em mulheres chagásicas com grupo de não-chagásicas. Realizou-se estudo retrospectivo, amostral, do tipo corte transversal, com mulheres (n = 647, de idade 340 anos, chagásicas (n = 362 e controles (n = 285. Precordialgia foi definida por queixa de dor retroesternal relacionada ou não a esforço físico. As chagásicas foram classificadas nas formas indeterminada (n = 125, megas (n = 58 e cardíaca (n = 179. A idade (57,0 ± 11,3 vs 57,3 ± 10,4 anos e porcentagem de brancas (75,8% vs 77,1% foram similares entre chagásicas e controles, respectivamente. Precordialgia foi mais freqüente (p < 0,01 entre chagásicas (14,6% que entre controles (5,6%, com maior prevalência na forma cardíaca (risco relativo = 2,41; variação: 1,38-4,23, fenômeno possivelmente relacionado com distúrbios de inervação autonômica cardíaca ou esofágica, ou da inflamação em território da microcirculação coronariana.

  2. REDUZINDO AS DESIGUALDADES DE GÊNERO? uma análise do Programa Nacional Trabalho e Empreendedorismo da Mulher em Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Géssika Cecília Carvalho

    2017-01-01

    Full Text Available Este artigo é resultado de um estudo sobre a implementação do Programa Trabalho e Empreendedorismo da Mulher em Pernambuco (PTEM-PE e seus benefícios para as mulheres que participaram de suas atividades. O Programa tinha como objetivo alterar a inter-relação presente nos processos de desenvolvimento local e as questões de gênero, atendendo mulheres em situação de vulnerabilidade por renda, apresentando oportunidades de alternativas de geração de renda, de inserção no mercado e de organização em associações e cooperativas. Os resultados da pesquisa apontaram que o PTEM-PE teve seus méritos e trouxe benefícios para as participantes, ainda que não tenham sido os postos como objetivos nos documentos oficiais, pois se referiram mais aos aspectos subjetivos, comportamentais e existenciais. O significado por elas atribuído dos benefícios foi mais perceptível no que se refere às mudanças produzidas nos olhares e opiniões sobre si mesmas e não necessariamente ao seu protagonismo e efetiva participação no desenvolvimento econômico local.   This article is the result of a study on the implementation of the Programa Trabalho e Empreendedorismo da Mulher in Pernambuco (PTEM-PE and their benefits for women who participated in its activities. The Program aimed to change the interrelation in local development processes and gender issues, taking account of vulnerable women by income, presenting opportunities for income generation alternatives, market integration and in associations and cooperatives. The survey results showed that the PTEM-PE had its merits and has brought benefits to the participants, even if they have not been the posts as goals in official documents, as mentioned more subjective, behavioural aspects and existential. The meaning for they assigned the benefits was more noticeable with regard to changes produced in looks and opinions about themselves and not necessarily to their role and effective participation in

  3. Mulheres imigrantes cabo-verdianas nas prisões portuguesas (des) integração, reclusão e projectos de vida

    OpenAIRE

    Martins, Paula Maria de Pinho da Silva

    2015-01-01

    Dissertação de Mestrado em Relações Interculturais apresentada à Universidade Aberta O presente estudo baseia-se em mulheres imigrantes cabo-verdianas nas prisões portuguesas. A informação foi recolhida no Estabelecimento Prisional de Tires e assentou em mulheres condenadas que cumprem pena efetiva de prisão. Quisemos perceber quais os motivos que levaram estas mulheres imigrantes a abandonarem o seu país de origem, se tiveram dificuldades de integração no país que as acolheu e se em resul...

  4. Análise biomecânica da marcha de mulheres com uso de sapatos com saltos em solo plano e inclinado

    OpenAIRE

    Silva, Glauce Gonzaga [UNESP

    2009-01-01

    É grande o número de mulheres que faz uso de sapatos com saltos na atualidade durante várias horas por dia, sendo freqüentemente sujeitas a andarem por diversos tipos de superfícies, sejam elas planas ou inclinadas, submetendo o sistema músculoesquelético a esforços variados. Os objetivos do presente estudo foram: adaptar uma esteira para realização de análise biomecânica; analisar a marcha de mulheres com uso de sapatos com saltos em comparação com a condição descalça; analisar a influência ...

  5. Colpocitologia de mulheres com diagnostico de adenocarcinoma do colo do utero

    OpenAIRE

    Nascimento, Maria Isabel do; Rocha, Luana Bezerra da

    2014-01-01

    OBJETIVO: Analisar os achados citológicos de mulheres detectadas com adenocarcinoma do colo do útero, levando em conta o histórico da paciente no ano que antecedeu ao diagnóstico e a histopatologia das lesões. MÉTODOS: Este é um estudo comparativo, retrospectivo conduzido com dados de mulheres com adenocarcinoma ou com carcinoma escamoso do colo do útero detectados entre 2002 e 2008. Os laudos da citologia foram sintetizados de acordo com a terminologia Bethesda revisada em 2001 e foram ...

  6. O significado da menopausa e os fatores que interferem no relacionamento sexual da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Fátima Carvalho Fernandes

    1995-12-01

    Full Text Available O estudo analisa os condicionantes que interferem no relacionamento sexual da mulher menopausada, utilizando a pesquisa qualitativa. Foram entrevistadas 15 mulheres do SESI da Pajuçara, Centro de Saúde Maracanaú, e outras residentes em Fortaleza, durante o período de maio a junho de 1992. As mulheres responderam que acham a menopausa uma fase difícil em suas vidas, Sintomas como ondas de calor, dores de cabeça, hemorragia vaginal e irritação estão presentes. Ocorre desmotivação, cansaço sexual e falta de interesse pelo sexo.

  7. Mulher, Pampa e natureza: um olhar através de contos puebleros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Corrêa Pereira Schlee

    2016-12-01

    Full Text Available O presente trabalho é um estudo em andamento que se detém nos contos puebleros para deslocar o olhar sobre a mulher, o Pampa e a natureza. Assim, busco a Educação Ambiental, como campo de saber importante e potente para a análise de mundo que temos em seu processo de construção cultural moderno. Entendendo a literatura como pedagogia cultural para problematizar como nos constituímos mulher no Pampa e como nos relacionamos com o discurso de natureza. O Pampa para pensar além de um território geográfico, mas como um lugar que é constituído pelos diversos atravessamentos: biológicos, geográficos, culturais, econômicos, políticos. Modos de ver o mundo, viver e narrar a natureza. Fabricações  histórica e socialmente constituídos em diferentes culturas e em diferentes épocas. É preciso pensar sobre as universalidades de ser mulher, assim como suas relações com a natureza e o pampa.

  8. Prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women in Pelotas Prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto em Pelotas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Tavares

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To evaluate the prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women. METHODS: This is a cross-sectional study of postpartum women. The sample comprised mothers who have received prenatal care from the Brazilian National System of Public Heath in the city of Pelotas. Suicide risk and other mental disorders were evaluated using the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. A yes answer on one of the six interview questions was considered a sign of suicide risk. RESULTS: The sample consisted of 919 postpartum women. The 11.5% suicide prevalence was 4.62 (CI 2.45, 8.73 times higher in women with low educational levels. Women with comorbid depression or an anxiety disorder showed a 17.04 (CI 2.27; 19.96 times greater risk of suicide than those who did not suffer from any mood disorder. CONCLUSION: Lower education levels and psychiatric disorders are associated with suicide risk. Bipolar disorder is the psychiatric disorder with the highest impact on suicide risk.OBJETIVOS: Avaliar a prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto. MÉTODOS: Este foi um estudo em corte transversal com mulheres pós-parto. A amostra foi constituída de mães que receberam cuidados pré-natais prestados pelo Sistema Nacional de Saúde Pública do Brasil na cidade de Pelotas. O risco de suicídio e outros transtornos mentais foram avaliados pela Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. Uma resposta afirmativa a qualquer das seis perguntas é considerada um risco de suicídio. RESULTADOS: A amostra consistiu de 919 mulheres pós-parto. A prevalência do risco de suicídio foi de 11,5%. Ela foi 4,62 vezes mais alta (IC de 95% 2,45; 8,73 em mulheres de baixo nível educacional. Mulheres apresentando qualquer comorbidade para depressão e transtornos ansiosos tiveram uma chance 17,04 vezes maior (IC 95% 2,27; 19,96 àquelas que não apresentaram nenhum transtorno afetivo. CONCLUSÃO: Um n

  9. Enfrentamento da violência infligida pelo parceiro íntimo por mulheres em área urbana da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel de Aquino Silva

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as formas de enfrentamento à violência física adotadas por mulheres agredidas por parceiro íntimo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado na linha de base de estudo de coorte, com gestantes cadastradas no Programa Saúde da Família, entre julho de 2005 e março de 2006, em Recife, PE. Foram selecionadas 283 gestantes de 18 a 49 anos com histórico de violência física pelo parceiro de então ou mais recente antes e/ou durante a gestação. As entrevistas foram realizadas face a face, com questionário estruturado e pré-codificado, e realizou-se análise descritiva. Foi coletada informação sobre características sociodemográficas das mulheres, tipos e gravidade da violência física cometida pelo parceiro, formas de enfrentamento da violência, pessoas e serviços de apoio procurados pelas mulheres, motivos para a mulher ter alguma vez abandonado e retornado a casa em razão da violência. RESULTADOS: Das mulheres que sofreram violência física pelo parceiro íntimo, 57,6% conversaram com alguém, 3,5% procuraram ajuda institucionalizada, 17,3% conversaram e procuraram ajuda institucionalizada e 21,6% não procuraram nenhuma forma de ajuda. As pessoas mais procuradas foram os pais (42,0%, amigo/amiga (31,6% e irmão/irmã (21,2%. Os serviços mais procurados pelas mulheres foram: polícia/delegacia (57,6%, serviços de saúde (27,1% e instituições religiosas (25,4%. Relataram não ter obtido qualquer tipo de ajuda 44,8% das mulheres; 32,1% disseram ter saído de casa alguma vez na vida, pelo menos por uma noite, das quais 5,9% não retornaram a casa. Foram motivos para deixar a casa: a exacerbação da violência e o medo de ser morta; para o retorno: a esperança de mudança do parceiro e o desejo de preservar a família. CONCLUSÕES: Grande parte das mulheres que sofriam violência por parceiro íntimo buscou alguma forma de ajuda. A rede social primária (familiares e amigos foi a mais procurada pelas mulheres

  10. MARCA EXPORTADA É MELHOR DO QUE UMA APENAS LOCAL?UM ESTUDO EXPLORATÓRIO COM MULHERES EM SÃO PAULO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    VIVIAN STREHLAU

    2007-01-01

    Full Text Available As marcas brasileiras de biquínis gozam de boa imagem na Europa e Estados Unidos, mas pouco se sabe como isso vem afetando a compra dentro do país. A pesquisa procurou identificar os principais fatores que influenciam a escolha das maiores marcas exportadoras de biquíni por mulheres jovens e mais especificamente se existe valor percebido quanto à marca ser exportada. Esse artigo está apoiado em pesquisa exploratória quantitativa baseada em questionários fechados, aplicados junto a 179 mulheres na faixa etária entre 18 e 35 anos, das classes AB, consideradas as maiores consumidoras. Utilizou-se o método de amostragem não probabilístico, com amostra por conveniência. Uma análise de natureza quantitativa com o uso de SPSS permitiu identificar que a marca exportada influencia positivamente a decisão de compra e que os fatores mais relevantes na compra de um biquíni, obtidos através de análise fatorial são: o lado fashion, o mais importante, seguido por design, modelo e conforto.

  11. HEADACHE IN CHAGASIC WOMEN Cefaléia em mulheres chagásicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vitorino Modesto dos SANTOS

    1999-03-01

    Full Text Available The aim of this study was to compare the frequency of headache between Chagasic and Non-chagasic women. The cross-sectional study comprised 647 female ³40 years old, Chagasic (n = 362 and Controls (n = 285 at a Brazilian University Hospital. Chagasic were classified as Cardiac (n = 179, Megas (n = 58 or Indeterminate (n = 125 clinical forms. Headache was ascertained according to Headache International Society diagnostic criteria. The age (57.0 ± 11.3 versus 57.3 ± 10.4 years, and the percentage of white women (75.8% versus 77.1% were similar between Chagasic and Controls, respectively. Headache was more prevalent among Chagasic (32.9% than Controls (16.1%, mainly in Cardiac form (odds ratio, 2.41; 95% confidence interval, 1.38-4.23, phenomenon possibly related to parasympathetic denervation and cerebral vessels changes.O propósito do estudo foi comparar a freqüência de cefaléia entre mulheres Chagásicas e Não-chagásicas. O estudo retrospectivo compreendeu 647 mulheres com idade ³ 40 anos, Chagásicas (n = 362 e Controles (n = 285 atendidas em um Hospital Universitário brasileiro. As Chagásicas foram classificadas nas formas clínicas: Cardíacas (n = 179, Megas (n = 58 e Indeterminada (n = 125. Cefaléia foi definida de acordo com os critérios da Headache International Society. A idade (57,0 ± 11,3 versus 57,3 ± 10,4 anos e a percentagem de mulheres de cor branca (75,8% versus 77,1% foram semelhantes entre Chagásicas e Controles, respectivamente. Cefaléia foi mais freqüente entre Chagásicas (32,9% que nas Controles (16,1%, principalmente na forma Cardíaca (odds ratio, 2,41; intervalo de confiança 1,38-4,23, fenômeno possivelmente relacionado com desnervação parassimpática e alterações vasculares cerebrais.

  12. Vaginose Bacteriana em Mulheres com Infertilidade e em Menopausadas Bacterial Vaginosis In Menopausal Women and in Women with Infertility

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam da Silva Wanderley

    2001-12-01

    Full Text Available Objetivo: analisar a prevalência de vaginose bacteriana (VB em mulheres inférteis e em menopausadas e os métodos mais comumente usados na prática clínica para o seu diagnóstico. Métodos: foram avaliadas retrospectivamente 104 pacientes na menopausa e 86 inférteis. A presença de corrimento vaginal característico, pH vaginal >4,5, teste das aminas (whiff test positivo e achado de vaginose bacteriana à coloração da secreção pelo Gram foram considerados positivos. Foi estabelecido diagnóstico de VB quando 3 dos 4 critérios acima fossem satisfeitos. Resultados: analisando os métodos diagnósticos separadamente observamos, entre as menopausadas, 29 pacientes com corrimento vaginal característico (28,1%, 10 (9,6% com whiff test positivo, 68 (65,4% com pH vaginal >4,5 e 34 (32,7% com teste do Gram positivo. Nas mulheres inférteis os resultados foram 20 (23,2%, 13 (15,1%, 61 (70,9% e 26 (30,2%, respectivamente. Ao analisarmos todos os critérios em conjunto, em 14 pacientes na menopausa (13,5% e em 15 inférteis (17,4% foi diagnosticada VB. Conclusão: a prevalência de VB foi similar nos 2 grupos de pacientes. Além disso, todos os métodos diagnósticos devem ser utilizados a fim de não se sub ou super-diagnosticar essa patologia.Purpose: to evaluate the prevalence of bacterial vaginosis (BV in menopausal and in infertile outpatients and to analyze the current clinical diagnostic methods. Methods: we evaluated retrospectively 104 menopausal women and 86 with infertility. Characteristic vaginal discharge on gynecological examination, pH >4.5, positive KOH whiff test, and bacterial vaginosis by Gram test were considered positive. BV was established when at least 3 out of 4 criteria were found. Results: among the menopausal women, 29 patients (28.1% were clinically positive for BV, 10 (9.6% had positive whiff test, 68 (65.4% vaginal pH >4.5, and 34 (32.7% positive Gram test. For the infertile patients the figures were 20 (23.2%, 13

  13. Promovendo o autocuidado a pacientes com cefaléia por meio da perspectiva oriental de saúde Promoviendo el autocuidado en pacientes con dolor de cabeza a través de la perspectiva oriental de salud Promoting self-care to patients suffering headache through the oriental perspective of health

    OpenAIRE

    Solange Wink; Maria do Horto Fontoura Cartana

    2007-01-01

    Este é um relato de experiência que teve por objetivo elaborar, implementar e avaliar um projeto de prática de cuidado de enfermagem a alunos de um curso de graduação em Enfermagem portadores de dor de cabeça. Construído a partir de uma disciplina do Curso de Mestrado em Enfermagem da UFSC, o projeto fundamentou-se no conceito de competência para o autocuidado de Orem, compreendido na perspectiva oriental de saúde. Foram aplicadas três estratégias de cuidado: o diário da dor, a focalização e ...

  14. O mundo muçulmano em uma era global: a proteção dos direitos das mulheres The muslim world in a global age: protecting women's ights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mahmood Monshipouri

    2004-06-01

    Full Text Available As mulheres muçulmanas enfrentam, simultaneamente, três desafios. Em primeiro lugar, elas representam uma identidade islâmica que, com freqüência, está em conflito com regimes políticos modernos e com as elites dos Estados. Em segundo lugar, elas devem lutar contra os fundamentalistas islâmicos, cujas idéias, instituições e objetivos são por elas rejeitados com veemência. Por fim, e tão importante quanto os outros desafios, elas enfrentam no dia-a-dia a cultura patriarcal dominante nos lugares onde vivem. As questões relacionadas aos direitos das mulheres são agravadas pelas dificuldades que as mulheres muçulmanas encontram em uma cultura patriarcal na qual a mulher é geralmente caracterizada por estereótipos. Se, por um lado, a "solidariedade sem fronteiras" possibilitou a promoção de direitos das mulheres dentro e através das culturas, por outro, ela também se depara com questões sociais mais amplas e mais complexas. Embora essa solidariedade global sofra resistência em muitas partes do mundo muçulmano, o empowerment das mulheres é visto como o antídoto mais eficaz contra o extremismo no mundo muçulmano. Este trabalho pretende contextualizar a análise de gênero nos âmbitos cultural, econômico e político, de modo a lidar com três questões: (1 por que as mulheres muçulmanas se tornaram agentes de mudança, reforma e democratização no mundo globalizado? (2 qual o impacto da globalização sobre as mulheres muçulmanas e sobre a ascensão do feminismo islâmico? (3 de que maneira as mulheres muçulmanas podem respeitar a integridade de sua cultura, ao mesmo tempo que se mantêm receptivas a valores, idéias e instituições universais?Muslim women encounter three fronts simultaneously. First, they represent an Islamic identity that more often than not is in conflict with modern political regimes and state elites. Secondly, they must fight against Islamic fundamentalists, whose ideas, institutions, and goals

  15. HOMEM RAZÃO E MULHER EMOÇÃO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO DICOTÔMICA ENTRE HOMENS E MULHERES NA VISÃO DOS ASSENTADOS(AS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Chiozzini Martins-Suarez

    2016-08-01

    Full Text Available RESUMO O presente artigo convida o leitor a uma reflexão sobre o pensamento dual que caracteriza o caráter hierárquico da inter-relação homem/mulher a partir de palavras que dão significados ao que se compreende pelos termos que definem os dois sexos. Os vocábulos aqui referidos são aqueles que representam ideias opostas, não só no sentido léxico, mas também no que concerne a interpretação social dos atributos que definem homens e mulheres sustentados pela relação dicotômica existente entre eles. O objetivo deste trabalho é investigar a origem e aplicação destas expressões dentro de uma abordagem histórica e sociológica. Para esta análise, então, foi considerada a associação de termos opostos como: racional, superior, forte e externo ao homem e, palavras como: emocional, fraco, inferior e oculto à mulher. Para isso, a definição de família patriarcal, baseada na família estruturada a partir do poder do homem culminando na “inferiorização” da mulher, também foi levada em conta, desde sua origem no ambiente rural até seu reflexo na esfera urbana. Apoiado nestas premissas e conceitos, o presente artigo baseia-se na metodologia de análise do conteúdo das respostas de assentados e assentadas de três projetos de assentamento (P.A. localizados no estado de Sergipe a fim confrontar a teoria mencionada acima com as afirmações obtidas após categorização por sexo. Foram analisadas respostas dadas por homens e mulheres separadamente a partir dos dados coletados em uma pesquisa realizada no ano de 2009 e que resultou em tese de doutorado[1]. A intenção do artigo é buscar uma possível desconstrução da dualidade homem/mulher de caráter valorativo presente nas suas falas propondo ao leitor uma reflexão crítica sobre a prevalência do caráter “inferior” dado as mulheres, no sentido de desconstruir a relação emoção e inferioridade uma vez que este não é um dado biologicamente atribuído ao sexo

  16. Imigração da Mulher Latina no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela Moreira Nascimento

    2017-06-01

    Full Text Available O presente artigo traz, de forma modesta, algumas reflexões sobre a mulher imigrante latina no Brasil. Apresenta o fluxo migratório como um movimento de geração de diferenças e identidades que exige nova base teórica e empírica para ser compreendido. Dessa forma, procura compreender o fenômeno da migração em outra base teórico-metodológica permitindo-nos investigar a condição da mulher imigrante no contexto social brasileiro como sujeito ativo, contrariando o estereótipo da mulher migrante como dependente e passiva.

  17. A mulher na literatura: seus enquadramentos e a precariedade da emancipação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Cordeiros Lira

    2016-12-01

    Full Text Available A figura histórica feminino presente na literatura do século XVI, por exemplo, expõe um cenário literário sem representatividade feminina em suas obras. A composição da narrativa sobre a mulher estava a cargo de escritores homens, que insuficientemente versavam acerca das mulheres, mas que revelavam a exclusão e repressão feminina nos meios acadêmicos e sociais. Desta forma Virginia Woolf em “Um teto todo seu” traça panoramas históricos e sociais sobre a restrição do sexo feminino a literatura, tanto no acesso a leituras e a aprendizagem, fontes intelectuais que as embase e a liberdade cerceada socialmente de produzir no meio literário e acadêmico. Envolta em uma sociedade excludente, há fomento a uma construção social que desprivilegia a mulher como agente das escritas literárias, inviabilizando a sua emancipação intelectual ao longo da história. Calcado nestes elementos, a teoria do capital humano de Michel Foucault estabelece dialogo sobre as condições de subjugação patriarcal das mulheres, juntamente com o investimento em capital humano não ofertado a elas da mesma forma que aos homens na sociedade. Juntamente com a autora Judith Butler em “Vida precária, vida passível de luto”, há o questionamento teórico sobre o livro de Woolf acerca do enquadramento produzido por uma literatura sexista e excludente, que de forma rasa ou insuficiente via a mulher como um agente social, inferiorizando a sua existência.

  18. Fatores psicossociais e a infecção por HIV em mulheres, Maringá, PR Psychosocial aspects of HIV infection among women in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rozilda Neves Alves

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a percepção do risco de infecção em mulheres infectadas pelo HIV, antes de elas receberem o resultado positivo para essa patologia. MÉTODOS: Estudo exploratório com entrevistas em profundidade em amostra de conveniência constituída de 26 mulheres que freqüentavam o ambulatório de um centro regional de saúde em Maringá, PR. A entrevista foi semidirigida com um roteiro de perguntas fechadas e abertas sobre características sociodemográficos, conhecimento sobre prevenção primária e secundária, percepção de risco antes do teste positivo para HIV, impacto do resultado em suas vidas -- inclusive a sexual -- depois de saberem ser portadoras do vírus. Os resultados foram analisados pela metodologia de análise de conteúdo. RESULTADOS: Apesar de ter consciência de que essa doença pode atingir qualquer um, nenhuma das 26 mulheres estudadas acreditava estar infectada pelo HIV/Aids. Os mecanismos psicológicos, "negação", "evitação", "onipotência do pensamento" e "projeção" foram os que puderam ser identificados como aqueles que as mulheres mais utilizaram para lidar com as dificuldades e as ansiedades decorrentes da percepção de risco e das normas e relações de gêneros hegemônicas presentes na cultura brasileira. Verificou-se que, se o uso desses mecanismos alivia a angústia, por outro lado aumenta a vulnerabilidade das mulheres. Elas se sentem incapazes de atuar, e muitas mantêm relações sexuais desprotegidas com os parceiros, expondo-se à gravidez indesejada e à reinfecção. CONCLUSÕES: Os programas de prevenção do HIV devem considerar também aspectos psicológicos, socioeconômicos e culturais que interferem na vulnerabilidade das mulheres, antes e depois da infecção. Para haver maior alcance de suas ações, os programas devem ir além da distribuição massiva de informações e usar abordagens psicoeducativas em pequenos grupos que estimulem a conscientização das mulheres para al

  19. Vivência da obesidade e do emagrecimento em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Domingues do Nascimento

    2013-06-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou investigar em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica os aspectos psicológicos relacionados à sua condição de obesa e ao seu emagrecimento. O método utilizado foi o descritivoexploratório, de abordagem qualitativa. Os dados permitiram, inicialmente, constatar que a obesidade, além de comprometer a saúde física, restringe a vida afetiva e social, pois impõe um autoconceito negativo e inibidor dos vínculos interpessoais. Com o processo de emagrecimento após a cirurgia, observa-se uma acentuada melhora das condições físicas e emocionais, as quais influenciam e são influenciadas pela reformulação positiva do autoconceito. Todavia, o emagrecimento tanto pode acarretar demandas estéticas irrealizáveis como certas vivências de despersonalização, as quais favorecem a desadaptação emocional ou a ocorrência de transtornos psíquicos. Pelas mudanças identitárias que acarreta, a cirurgia exige, preventivamente, o acompanhamento e o apoio psicológico às mulheres que a realizam.

  20. Risco da radiação ionizante em mulheres férteis submetidas à ablação por radiofrequência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Glotz de Lima

    2013-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A Comissão Internacional de Radiologia indica rastreamento com teste de gravidez a todas pacientes do gênero feminino em período fértil que serão submetidas a exame radiológico. Sabe-se que a radiação é teratogênica e que seu efeito é cumulativo. O potencial teratogênico inicia-se com doses próximas às das utilizadas durante esses procedimentos. Não se sabe a prevalência de teste de gravidez positivo em pacientes submetidos a estudo eletrofisiológico e/ou à ablação por cateter em nosso meio. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de teste de gravidez positivo em pacientes do gênero feminino encaminhadas para estudo eletrofisiológico e/ou ablação por radiofrequência. MÉTODOS: Estudo transversal com análise de 2.966 pacientes submetidos a estudo eletrofisiológico e/ou ablação por cateter, de junho 1997 a fevereiro 2013, no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul. Foram realizados 1.490 exames em mulheres sendo que, destas, 769 encontravam-se em idade fértil. Todas as pacientes foram rastreadas com teste de gravidez no dia anterior ao procedimento. RESULTADOS: Detectou-se positividade do teste em três pacientes, impossibilitando a realização do exame. Observou-se prevalência de 3,9 casos por 1.000 mulheres em idade fértil. CONCLUSÃO: Devido ao baixo custo e à segurança, indica-se a realização de teste de rastreamento para gravidez a todas pacientes em idade fértil, uma vez que o grau de radiação ionizante necessária nesse procedimento é muito próximo ao limiar de teratogenicidade, principalmente no primeiro trimestre, quando os sinais de gestação não são exuberantes.

  1. Capacidad de agencia de autocuidado y factores de riesgo cardiovascular en adolescentes

    OpenAIRE

    Morales Aguilar, Rosa del Socorro

    2013-01-01

    Este estudio tuvo como objetivo determinar la relación entre la capacidad de agencia de autocuidado y los factores de riesgo cardiovascular en adolescentes de una Institución de Educación Superior en el Distrito de Barranquilla. Metodología: Estudio descriptivo, exploratorio, de corte transversal, con abordaje cuantitativo, basado en la teoría del déficit de autocuidado de Orem. La muestra fue de 133 adolescentes, seleccionados mediante muestreo aleatorio simple. Se aplicó la escala ASA, el c...

  2. EFEITO DO TREINO NEUROMUSCULAR NA ROTAÇÃO DO JOELHO DURANTE A ATERRISSAGEM EM MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Narayana Vianna Spanó

    2016-04-01

    Full Text Available Introdução: O grande índice de lesões do ligamento cruzado anterior sem envolver contato em mulheres é motivo de curiosidade entre os cientistas, pois avaliações de aterrissagem podem sugerir a predisposição ao risco dessa lesão. Neste sentido, vários protocolos de treinamento foram utilizados como intervenção e obtiveram resultados diversificados na alteração desse fator de risco. Objetivo: O objetivo deste projeto foi avaliar as possíveis alterações de rotação do joelho na aterrissagem unipodal após a intervenção de um programa de treinamento neuromuscular. Métodos: Participaram do estudo 18 mulheres com idade entre 18 e 51 anos, que foram distribuídas em dois grupos: grupo de treinamento neuromuscular de oito semanas (GTN (n = 11 e grupo controle (GC (n = 7. Além disso, não apresentavam lesão musculoesquelética ou dores nos membros inferiores. Cada participante realizou cinco aterrissagens unipodais válidas de uma plataforma de 40 cm de altura. O processo de captura de movimento foi realizado com 12 câmeras infravermelho do sistema OptiTrack(tm para obter as coordenadas tridimensionais de marcadores fixados nos pontos anatômicos de interesse. Os sistemas de coordenadas locais da coxa e da perna foram definidos por meio dos respectivos marcadores fixados nos pontos anatômicos. Dessa forma, foram calculados os ângulos de rotação do joelho nos planos sagital, frontal e transverso através das sequências dos ângulos de Euler e as velocidades angulares através das formulações dos quatérnions. Resultados: Os resultados mostraram que houve um aumento na velocidade de rotação do joelho após o treinamento neuromuscular. Conclusão: Conclui-se que o treinamento neuromuscular resultou em maior velocidade de rotação no joelho nos 40 milissegundos que sucedem a aterrissagem unipodal.

  3. Contracepção hormonal e anti-retrovirais em mulheres infectadas pelo HIV Hormonal contraception and antiretroviral therapy among HIV-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Amaral

    2006-11-01

    Full Text Available Há controvérsia sobre a relação entre o uso de contraceptivos hormonais e o risco de adquirir o vírus da imunodeficiência humana (HIV, e pouco se sabe sobre os efeitos da contracepção hormonal em mulheres infectadas (efeitos colaterais, distúrbios menstruais, progressão da doença, interações com terapias anti-retrovirais. O objetivo deste artigo foi revisar os dados disponíveis quanto à vulnerabilidade ao HIV e à sua transmissibilidade na vigência do uso de contraceptivos hormonais bem como as conseqüências potenciais do uso desses contraceptivos por mulheres HIV-positivas sob terapia anti-retroviral (TARV, com ênfase nas interações medicamentosas. Concluiu-se que ainda não é possível elaborar recomendações, baseadas em evidências, sobre a contracepção hormonal em mulheres portadoras do HIV sob TARV. Assim, os infectologistas e os ginecologistas devem estar atentos às interações potenciais que possam representar aumento de efeitos adversos, individualizando a orientação sobre os esteróides contraceptivos, suas doses e vias de administração, considerando a TARV em uso.There is much controversy regarding the realtionship between the use of hormonal contraceptives and the risk of acquiring human immunodeficiency virus (HIV, and little is known about the effects of hormonal contraception in HIV-infected women (adverse events, menstrual disorders, disease progression, antiretroviral therapy interactions. The aim of the present study was to review available data regarding HIV vulnerability and transmission associated with hormonal contraceptives and the use of these contraceptives by women on antiretroviral therapy, with emphasis on drug interactions. In conclusion, it was not possible to offer evidence-based recommendations for the use of hormonal contraceptives among HIV-infected women under antiretroviral therapy. Infectious disease specialists and gynecologists providing care should be cautious about potential

  4. Epidemiologia da menopausa e dos sintomas climatéricos em mulheres de uma região metropolitana no sudeste do Brasil: inquérito populacional domiciliar

    OpenAIRE

    Lui Filho, Jeffrey Frederico; Baccaro, Luiz Francisco Cintra; Fernandes, Tatiane; Conde, Délio Marques; Costa-Paiva, Lúcia; Pinto Neto, Aarão Mendes

    2015-01-01

    OBJETIVOS: Avaliar a idade da menopausa e os fatores associados aos sintomas menopausais em mulheres de uma região metropolitana do sudeste do Brasil.MÉTODOS: Um estudo exploratório de corte-transversal foi realizado com 749 mulheres entre 45 e 60 anos (pesquisa de base populacional). A variável dependente foi a intensidade dos sintomas menopausais avaliada através do escore total do questionário Menopause Rating Scale (MRS). As variáveis independentes foram características sociodemográficas,...

  5. Características de saúde de mulheres em situação de violência doméstica abrigadas em uma unidade de proteção estadual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Monteiro Ferreira

    Full Text Available Resumo A promoção do atendimento às mulheres vítimas de violência implica uma ação não limitada ao combate, mas também à dimensão da assistência dada às vítimas. Este estudo visa conhecer as características sociodemográficas e de saúde das mulheres vítimas de violência que estão/estiveram sob a tutela protetora do Estado, antes e após a Lei Maria da Penha (LMP, bem como a assistência à saúde ofertada. Estudo seccional, exploratório-descritivo, documental, quali-quatitativo realizado em uma unidade de proteção especial de mulheres vítimas de violência do Estado do Ceará no segundo semestre de 2013. Amostra composta por 197 prontuários das mulheres atendidas entre 2001 e 2012. Poucas mudanças ocorreram no perfil de saúde de mulheres vítimas de violência doméstica atendidas pelo Estado, após a promulgação da LMP. Mudanças relevantes ocorreram no padrão de assistência oferecido, tais como maior investigação, promoção e registro de atividades relacionadas à saúde. Ainda é escassa a identificação de sequelas da agressão propriamente dita. Sugere-se inclusão de profissionais da saúde na equipe do abrigo para suprir essa demanda.

  6. Conexões transnacionais entre as mulheres de direita Brasil, Chile e Estados Unidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margaret Power

    2014-04-01

    Full Text Available Este artigo discute a importância transnacional dos movimentos de mulheres contra João Goulart, no Brasil, e contra Salvador Allende, no Chile, e o impacto que tiveram sobre as mulheres conservadoras dos Estados Unidos. Para tanto, examina a ampla cobertura que a mídia, nos Estados Unidos, deu aos movimentos dessas mulheres, assim como as visitas que as mulheres anti-Goulart fizeram aos Estados Unidos após o golpe militar brasileiro de 1964. Ele explora vários casos em que mulheres conservadoras brasileiras e chilenas partilharam suas experiências e suas vitórias políticas com as mulheres da América do Norte, que, por sua vez, foram inspiradas por elas. O artigo desafia a literatura acerca das mulheres de direita nos Estados Unidos, que tem ignorado o impacto que as mulheres conservadoras do Brasil ou do Chile tiveram sobre os movimentos desse país.

  7. SEXUALIDADE E SAÚDE NA PERCEPÇÃO DO MOVIMENTO DE MULHERES CAMPONESAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaura Isabel Conte

    2015-10-01

    Full Text Available Este texto aborda a concepção de sexualidade e saúde na perspectiva de mulheres do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC. Para tanto, considera-se fundamentalmente a inserção das militantes em processos formativos, seus aprendizados e experiências coletivas nas lutas que desencadeiam e sustentam numa organização camponesa e feminista. A pesquisa foi realizada no convívio com mulheres camponesas há mais de dez anos no Estado do Rio Grande do Sul, com base em observação participante e pesquisa documental. Destaca-se, como relevante, que as mulheres camponesas estão modificando modos de pensar sobre si mesmas, seus corpos e sua sexualidade, rompendo estereótipos seja com relação ao corpo de mulher da roça, seja com relação aos atuais padrões de corpo feminino. Assumem a luta por saúde pública com protagonismo entendendo que, mais que um corpo, são corpos pensantes capazes de questionar a sociedade que lhes impõe o consumismo e, por outro lado, propõem mudanças.

  8. A violência doméstica contra a mulher: um desafio à filosofia e à teologia no Brasil

    OpenAIRE

    Lilian Conceição da Silva Pessoa de Lira; Faculdades EST, São Leopoldo, RS

    2014-01-01

    A Lei nº. 11.340, Lei Maria da Penha, foi sancionada no Brasil em 07 de agosto de 2006, devido às lutas históricas das feministas, movimentos de mulheres e atendendo aos compromissos internacionais assumidos pelo Estado em favor dos direitos humanos das mulheres. O Brasil é reconhecido como um dos lugares mais perigosos para as mulheres viverem, onde a violência doméstica e o sexismo são uma terrível realidade. Não por acaso a te&oac...

  9. Mulher: uma “classe desprivilegiada em alta conta”

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabelle Anchieta

    2011-12-01

    Full Text Available Dos grupos desprivilegiados, a mulher ocupa uma posição no mínimo curiosa. Ao contrário dos demais, como os negros e homossexuais, ela é exaltada socialmente pela maternidade, beleza, divindade e virtude. Símbolo da liberdade e da igualdade na Europa, na América e na Ásia, ela está simultaneamente à margem de posições sociais de prestígio na vida política, no trabalho e na família, há mais de vinte séculos. Será que o poder feminino foi ou ainda é apenas simbólico? Mas, se as imagens e os símbolos são fundamentais ao poder, por que, no caso feminino, há uma separação entre a vida real e a vida simbólica? Para responder a essas questões, será aqui feita uma análise comparativa entre dois sociólogos: o canadense Erving Goffman, na obra L’arrangement des sexes (sem tradução para o português, publicada em 1977, e o francês Pierre Bourdieu, com a obra A dominação masculina, de 1998, além do diálogo com estudos feministas e historiadores do gênero.

  10. Avaliação manométrica anorretal de mulheres adultas com bexiga hiperativa

    OpenAIRE

    Gonçalves, Maria Lúcia Campos

    2011-01-01

    Objetivo: As disfunções miccionais, anorretais e do assoalho pélvico tem sido consideradas como fatores contribuintes dos sintomas de Bexiga Hiperativa (BH). O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros da manometria anorretal em mulheres adultas com bexiga hiperativa. Materiais e Métodos: Mulheres adultas com ou sem BH formaram 2 grupos: Grupo BH constituído por mulheres com diagnósticos urodinâmico de BH, e Grupo C (controle) constituído por mulheres sem critérios clínicos para o diag...

  11. Menina mulher da pele preta - projeto de série televisiva que discute questões de gênero e raça ligados a mulher negra

    OpenAIRE

    Renato Candido de Lima

    2011-01-01

    Esta dissertação em mestrado consiste na construção dramatúrgica de um projeto de série televisiva que dialoga questões de gênero e raça atrelados a representação da pessoa negra no audiovisual brasileiro. \\"Menina Mulher da Pele Preta\\" é o nome desta série e ela desenvolve cinco histórias de cinco mulheres negras protagonistas de diferentes idades com suas cinco diferentes realidades sociais e contextos. Seu título dialoga com a música \\"Essa Menina Mulher da Pele Preta\\" composta pelo cant...

  12. Implementação da atenção em saúde às violências sexuais contra as mulheres em duas capitais brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludmila Fontenele Cavalcanti

    Full Text Available Este artigo analisa a implementação da atenção em saúde às mulheres em situação de violência sexual em duas capitais brasileiras (Rio de Janeiro/Fortaleza. O estudo qualitativo analisou documentos sobre o tema e entrevistas semiestruturadas com 37 gestores dos sistemas de saúde municipais. A questão vem sendo abordada de forma diferenciada pelos municípios, o que decorre das distintas trajetórias de consolidação dos serviços, das aproximações com o movimento feminista e dos contextos culturais específicos. Notou-se que a implementação das ações nesse âmbito ainda apresenta fragilidades, exigindo esforços de articulação política e técnica para a estruturação e a manutenção dos serviços.

  13. A mulher junto às criminologias: de degenerada à vítima, sempre sob controle sociopenal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Martins

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo apresenta figuras referentes à mulher junto às criminologias, bem como discute suas repercussões no código penal brasileiro. É identificada na criminologia positivista a figura da criminosa nata relacionada à prostituição, à mulher masculinizada e à atávica; bem como da vítima, seja ela criminosa por dependência do homem, seja pela necessidade de proteção do Estado. Estas figuras têm em comum o fato de servirem ao controle social da mulher. Em oposição, na criminologia feminista se verifica a figura da mulher emancipada, que não busca no direito penal a solução de conflitos que são de ordem social, econômica e política.

  14. O grupo pesquisador construindo ações de autocuidado para o envelhecimento saudável: pesquisa sociopoética

    OpenAIRE

    Santos, Iraci dos; Alves, Aila Cristina dos Santos; Silva, Alysson Fabio Leandro da; Caldas, Célia Pereira; Berardinelli, Lina Márcia Miguéis; Santana, Rosimere Ferreira

    2011-01-01

    Este trabalho teve como objetivo analisar os sentimentos de pessoas idosas sobre o autocuidado, à luz da Teoria de Nola Pender, que combina experiências cognitivas, crenças, hábitos e práticas, caracterizando a cultura e o modo de vida do grupo. Método sociopoético, mediante prática artística realizada em 2008 com participantes da UnAti-UERJ. Produção de dados submetida à análise temática sociopoética. Resultados: foram encontradas as categorias "Rosto coletivo do envelhecimento - as pessoas ...

  15. O encontro com a mulher ferida: contratransferência de psicólogas no atendimento às mulheres em situação de violência conjugal

    OpenAIRE

    Duca, Leticia Lo

    2010-01-01

    A pesquisa visa observar a contratransferência de psicólogas na clínica com mulheres em situação de violência conjugal. Espera-se que a identificação e o reconhecimento da contratransferência possa facilitar às psicólogas a elaboração de seus sentimentos. Isso tudo pode beneficiar a evolução do atendimento e também a manutenção da saúde psíquica dessas profissionais. Partindo para um contexto mais amplo, o estudo pretende contribuir na conscientização das feridas provocadas pela violência mas...

  16. Perfil de mulheres com alta fecundidade em um grande centro urbano no Brasil The profile of women with high fertility in a major urban center in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Muniz Néquer Soares

    2013-04-01

    Full Text Available Estudo quantitativo, descritivo que teve como objetivo conhecer e caracterizar as condições sociodemográficas, reprodutivas e de proteção social de mulheres que vivenciam alta fecundidade, em um grande centro urbano. A população pesquisada constituiu-se de 441 mulheres residentes em Curitiba que tiveram o quinto filho, ou mais, no ano de 2005, identificadas pela declaração de nascido vivo do último filho. Realizaram-se visitas domiciliares para entrevistas nos anos de 2006 a 2008. Para a coleta dos dados foi utilizado um questionário semiestruturado. Os resultados foram apresentados em tabelas com frequências absolutas e relativas, médias e desvio padrão, permitindo delinear o seguinte perfil: mulher migrante do interior do estado, residente há mais de dez anos na capital, vinda de família numerosa, com 35 anos em média e cinco anos de estudo, com mais de uma união, vivendo em união consensual, subempregada, com renda média aproximada de R$ 600,00, responsável por sete dependentes ou mais. Confirmando claramente a vulnerabilidade dessas mulheres e suas famílias. Conclui-se que a busca ativa de mulheres com alta fecundidade pelas equipes de saúde da família, priorizando suas necessidades, contribuiria para a redução das desigualdades sociais e em saúde a que elas estão sujeitas.A quantitative, descriptive study sought to identify the socio-demographic, reproductive and social protection conditions of women in a large city in Brazil. The target population consisted of women living in Curitiba with the last of five or more children born in the year 2005, identified by the registration system of newborn babies. Interviews in households were carried out with 441 women from 2006 to 2008 using a semi-structured questionnaire. Data obtained from the study were presented in tables with absolute and relative frequencies, averages and standard deviations. The following profile was derived from the results: migrant women from the

  17. Avaliação de dor e depressão em mulheres com endometriose após intervenção multiprofissional em grupo Evaluation of pain and depression in women with endometriosis after a multi- professional group intervention

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Lorençatto

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os escores de dor e depressão antes e depois da intervenção multiprofissional em grupo em mulheres com endometriose, bem como verificar as diferenças entre aquelas que não participaram dessa atividade. MÉTODOS: Participaram deste estudo 128 mulheres do Ambulatório de Endometriose do CAISM/UNICAMP, distribuídas igualmente em dois grupos: que recebeu ou não a intervenção em grupo. Todas preencheram o Inventário de Depressão de Beck e a Escala Visual Analógica. RESULTADOS: Foi identificada diminuição significativa dos escores de dor e depressão ao final da intervenção em grupo. As mulheres que não participaram dos grupos de apoio mostraram escores maiores de dor quando comparadas aos escores iniciais das participantes dos grupos. Já os escores de depressão foram menores no grupo sem intervenção. Foi identificada correlação positiva entre dor e depressão em ambos os grupos. CONCLUSÃO: A intervenção em grupo foi eficaz na diminuição da dor e depressão das mulheres com endometriose, podendo ser incorporada ao tratamento convencional oferecido às portadoras dessa doença.OBJECTIVE: Evaluate pain and depression scores before and after multi-professional group intervention in women with endometriosis as compared to those who did not participate in this activity. METHODS: A total of 128 women attended at the Endometriosis Outpatient Facility CAISM/UNICAMP, was assessed and distributed equally into two groups: women who received group intervention and those who did not. All women completed the Beck Depression Inventory and the Analogical Visual Scale. RESULTS: There was a significant decrease in pain and depression scores at the end of group intervention. Women who had not participated in the intervention had higher initial scores of pain when compared to those who had. On the other hand, in the group without intervention,depression scores were lower. A positive correlation was identified between pain and

  18. CÂNCER DE MAMA: ESTIMATIVA DA PREVALÊNCIA DE ANSIEDADE E DEPRESSÃO EM PACIENTES EM TRATAMENTO AMBULATORIAL

    OpenAIRE

    Ferreira, Andreia Silva; Bicalho, Bruna Pereira; Oda, Julie Massayo Maeda; Duarte, Sebastião Junior Henrique; Machado, Richardson Miranda

    2016-01-01

    A ansiedade e a depressão são doenças psicoemocionais que afetam grande parte das mulheres acometidas pelo câncer de mama. Pouco se sabe sobre os meios de identificação precoce, constituindo-se em desafios à equipe multiprofissional da saúde a integralidade do cuidado à vítima dessa doença. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência da ansiedade e depressão em mulheres em tratamento ambulatorial para o câncer de mama. Estudo descritivo transversal, realizado com 138 mulheres em tra...

  19. Sobrevida em cinco anos e fatores prognósticos em mulheres com câncer de mama em Santa Catarina, Brasil Five-year survival and prognostic factors in women with breast cancer in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ione Jayce Ceola Schneider

    2009-06-01

    Full Text Available Este estudo tem o objetivo de descrever a sobrevida em câncer de mama e os fatores associados à mesma. Caracteriza-se como uma coorte histórica de mulheres com diagnóstico de câncer de mama no período de 2000 a 2002, que foram catalogadas nos registros hospitalares de câncer do Centro de Pesquisas Oncológicas de Santa Catarina e Hospital de Caridade - Irmandade Nosso Senhor dos Passos, os dois localizados em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Para a análise estatística foram utilizados o estimador de Kaplan-Meier e o modelo de Cox. A taxa de sobrevida geral em cinco anos foi de 76,2% (IC95%: 73,6-78,9. Os fatores independentes associados ao maior risco de óbito foram faixa etária menor de 30 anos (hazard ratio- HR = 3,09; IC95%: 1,25-7,67; as mulheres analfabetas (HR = 3,70; IC95%: 1,44-9,55; as com estadiamento III (HR = 5,27; IC95%: 2,56-10,82 e IV (HR = 14,07; IC95%: 6,81-29,06. Mulheres jovens são aquelas com piores taxas de sobrevida. Também existem muitas mulheres sendo diagnosticadas em estádios avançados, tendo uma sobrevida pior, demonstrando a necessidade de ações de diagnóstico precoce.The aim of this study was to analyze breast cancer survival and associated factors, based on a historical cohort of women with breast cancer diagnosis from 2000 to 2002 recorded in the hospital cancer registries at the Santa Catarina Center for Cancer Research and the Irmandade Nosso Senhor dos Passos Charity Hospital, both located in Florianópolis, Santa Catarina State, Brazil. The statistical analysis used the Kaplan-Meier estimator and Cox model. Overall five-year survival was 76.2% (95%CI: 73.6-78.9. Independent factors associated with increased risk of death were age less than 30 years (hazard ratio - HR = 3.09; 95%CI: 1.25-7.67; illiteracy (HR = 3.70; 95%CI: 1.44-9.55; and stages III (HR = 5.27; 95%CI: 2.56-10.82 and IV (HR = 14.07; 95%CI: 6.81-29.06. Young women had the worst survival rates. There were also many women

  20. Correlação dos fatores condicionantes básicos para o autocuidado dos pacientes pós-revascularização do miocárdio Correlación de los factores condicionantes básicos para lo autocuidado de los pacientes sometidos a revascularización miocárdica Correlation of basic conditioning factors for selfcare of patients who underwent coronary bypass

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Elisângela Teixeira Lima

    2005-10-01

    Full Text Available Objetivou-se correlacionar ações de autocuidado desenvolvidas por pacientes que realizaram revascularização do miocárdio (RM com as variáveis: gênero, idade, ocupação, estado civil e antecedentes familiares para alterações cardiovasculares. Estudo exploratório-descritivo, realizado em um hospital de cardiologia, Fortaleza-CE, com 52 pacientes que haviam realizado há pelo menos um ano, a cirurgia pela primeira vez. Os pacientes apresentaram como perfil: maioria homens (53,84%, com idade > a 65 anos (59,61%, aposentados (71,15%, casados (63,46%, com antecedentes familiares para alterações cardiovasculares (67,30%. Correlacionando a prática de autocuidado e variáveis independentes, verificou-se correlação maior com o sexo feminino, idade elevada, casados e com antecedentes familiares de alterações cardiovasculares. Conclui-se que os pacientes avaliados mantêm um grau satisfatório de autocuidado, reforçando a importância do processo de orientação desenvolvido em equipe, de forma contínua e com diferentes abordagens para proporcionar ao paciente após RM condições para realizar a prática de autocuidado.Se apuntó a poner en correlación las acciones del autocuidado desarrolladas por los pacientes que han sido sometidos a la revascularization del miocardio con las variables: genero, edad, ocupación, estado matrimonial y antecedentes de la familia para las enfermedades cardiovasculares. El estudio fue exploratorio-descriptivo, cumplido en un hospital de cardiología, en Fortaleza-CE, con 52 pacientes que habían sido sometidos a la revascularization del miocardio sólo hay un año una vez. Los pacientes presentaron como el perfil: la mayoría sea hombres (53,84%, de 65 años (59,61%, jubilado (71,15%, casado (63,46%, con la predisposición familiar para las enfermedades cardiovasculares (67,30%. Las mujeres, los más viejos, los pacientes casados y los que tienen la predisposición familiar para las enfermedades

  1. Acidentes e violências entre mulheres atendidas em Serviços de Emergência Sentinela - Brasil, 2009 Accidents and violence among women attended in Sentinel Emergency Services - Brazil, 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celeste de Souza Rodrigues

    2012-09-01

    Full Text Available As causas externas afetam de maneira desigual as populações humanas. O presente artigo tem como objetivo analisar os atendimentos de emergência em mulheres vítimas de acidentes e violências. Foram analisados dados do inquérito de Vigilância de Violências e Acidentes em 74 Unidades de Emergência de 23 capitais e no Distrito Federal em 2009. Analisaram-se 6.965 atendimentos de mulheres adultas comparando-se as faixas de 20-39 e 40-59 anos, em relação a ocorrência de acidentes e violências. Os acidentes foram mais frequentes em mulheres jovens (20 a 39 anos, de cor negra e com escolaridade maior que 9 anos de estudo. A ocorrência de violência também foi predominante em mulheres jovens e negras, porém com menor escolaridade. Entre os acidentes predominaram as quedas (38,6%, seguidas de acidentes de transporte. As violências foram mais frequentes no domicílio (p Accidents from external causes affect the human population in different ways. This article seeks to analyze emergency care for women who are victims of accidents and violence. Data from the Surveillance System for Violence and Accidents were analyzed. This study was carried out in 74 emergency units of 23 state capitals and the Federal District in 2009 and included 6,965 women aged from 20-59 years. The age groups of 20-39 and 40-59 years were compared for the occurrence of accidents and violence. Accidents were more frequent among young black women (20-39 years with more than nine years of schooling. The occurrence of violence was also prevalent in young black women but with less schooling. Falls were the most frequent accidents (38.6%, followed by traffic accidents. The occurrence of violence was more frequent in the home (p <0.000 and the mention of alcohol abuse among victims of violence was predominant. The most frequent type of violence was aggression (84.6%, in which the aggressor was male (79.1% and identified as an intimate partner (44.1%. It is increasingly

  2. A relação interpessoal entre profissionais de saúde e a mulher em abortamento incompleto: "o olhar da mulher" The relationship between health professionals and the woman in the incomplete miscarriage: "the look of the woman"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilse Sodré da Motta

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar as características qualitativas da relação interpessoal entre os profissionais de saúde e a mulher com abortamento incompleto durante o atendimento hospitalar. MÉTODOS: estudo de caso exploratório, que se apóia na análise qualitativa de dados de mulheres de 15 a 30 anos, com diagnóstico de abortamento incompleto, utilizando-se observação e entrevista, durante o período de fevereiro a abril de 2000, em uma maternidade do Rio Grande do Norte, Brasil. RESULTADOS: a relação interpessoal entre cliente e profissional foi eminentemente técnica, desconsiderando-se os demais aspectos que integram o ser feminino. Além da necessidade de privacidade e respeito diante de um problema que muitas vezes não é compreendido, os profissionais de saúde, ao prestarem assistência, expuseram seus próprios preconceitos e julgamentos negativos acerca da mulher sob seus cuidados. CONCLUSÕES: a prática do profissional de saúde demonstra a necessidade de assumir-se um posicionamento em que, além dos aspectos biológicos, sejam levados em conta os elementos de ordem psicossocial, compatíveis com a almejada humanização da assistência à mulher.OBJECTIVES: to assess the quality of personal relationships between women enduring incomplete miscarriage and healthcare professionals during hospitalization. METHODS: exploratory case study using quality data analysis of women with incomplete miscarriage through observations and interviews from February to April, 2000. RESULTS: the personal relationship between client and professional is basically technical with no consideration of other female needs including the need for privacy and respect in the face of a problem many times not understood by healthcare professionals who during treatment are biased and judgmental in relation to the women under their care. CONCLUSIONS: the practice of healthcare professionals reflect the need to consider psychological and social issues in addition to

  3. Acesso a cuidados relativos à saúde sexual entre mulheres que fazem sexo com mulheres em São Paulo, Brasil Access to sexual health care for women who have sex with women in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Maria Barbosa

    2009-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é investigar a relação entre adoção de cuidados à saúde entre mulheres que fazem sexo com mulheres e as representações relativas a gênero, sexualidade e ao corpo. O estudo utilizou observação etnográfica e entrevistas em profundidade, realizadas entre 2003 e 2006, com trinta mulheres entre 18 e 45 anos, de diferentes segmentos sociais, trajetórias e identidades sexuais, residentes na grande São Paulo, Brasil. A análise do material aponta maior dificuldade em acessar cuidados ginecológicos entre mulheres das camadas populares; que nunca tiveram sexo com homens ou que possuem uma gramática corporal masculinizada. Não só as representações e as experiências negativas em relação aos serviços de saúde, mas também as construções identitárias relativas a gênero e sexualidade estão relacionadas às dificuldades em acessar cuidados à saúde. Embora boa parte da bibliografia internacional a respeito enfatize a relação entre homofobia e menor acesso a serviços, os resultados sugerem que apesar de as situações envolvendo discriminação constituírem realidade, elas não foram consideradas impedimentos para a busca de cuidado, estando muito mais associadas ao relato das práticas e preferências eróticas nos serviços.This article focuses on the relationship between health care for women who have sex with women and representations of gender, sexuality, and the body. The study used ethnographic observation and in-depth interviews held from 2003 to 2006, with 30 women ranging from 18 to 45 years of age, belonging to different social segments, backgrounds, and sexual identities, living in Greater Metropolitan São Paulo. Analysis of the material pointed to greater difficulty in accessing gynecological care for lower-income women, those who had never had sex with men, or those with masculine body language. Not only the negative representations and experiences in relation to health services, but

  4. Monitores de diagnóstico em Mamografia : (Os 5MP em Portugal)

    OpenAIRE

    Timóteo, Maria Teresa

    2012-01-01

    O carcinoma da mama é o mais comum nas mulheres, em Portugal morrem cerca de 1500 mulheres por ano devido a esta patologia. Serviu o presente estudo para investigar se os Hospitais da Região de Lisboa e Vale do Tejo estão equipados, com monitores de diagnóstico em mamografia, que correspondam com as guidelines europeias. O serviço de Mamografia, em Portugal rege-se por estas guidelines, em que é referenciado que para um correcto diagnóstico, com toda a sensibilidade e especific...

  5. Gênero, violência e viver na rua: vivências de mulheres que fazem uso problemático de drogas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Rebeca Rocha de Souza

    Full Text Available RESUMO Objetivo Descrever vivências de mulheres, em situação de rua, que fazem uso problemático de drogas. Método Pesquisa qualitativa cujos dados foram produzidos por entrevista semiestruturada realizada com sete mulheres matriculadas em um CAPSad em Salvador-BA, no período de outubro a dezembro de 2012. Resultados A análise de conteúdo temática foi adotada para organização dos dados, emergindo desse processamento duas categorias temáticas: Gênero, violência e uso de drogas: O que muda e o que se perpetua na vida de mulheres usuárias; Sem lenço e sem documento: o viver na rua. Conclusão Os resultados revelam a reprodução de condutas vivenciadas no contexto familiar e de construções sociais que mantêm as mulheres em situação de vulnerabilidade para agravos sociais e de saúde, dentre eles o início e a manutenção do uso problemático de drogas.

  6. Avaliação Nutricional e Risco Para Doenças Cardiovasculares em Mulheres Idosas Residentes em Instituição Asilar

    OpenAIRE

    Moleiro, Flávia Regina; Cesumar; Bennemann, Rose Mari; Cesumar

    2008-01-01

    O aumento da expectativa de vida acarretou aumento no número de idosos na população. O Brasil está passando por um processo de envelhecimento rápido e intenso. A evolução da população geriátrica brasileira crescerá 3,22 vezes até o ano de 2025, o número de indivíduos acima de 65 anos aumentará 8,9 vezes e, acima de 80 anos, 15,6 vezes. O objetivo deste trabalho foi avaliar o estado nutricional e o risco para doenças cardiovasculares de mulheres idosas residentes em duas instituições asilares....

  7. A mulher e o acidente de trânsito: caracterização do evento em Maringá, Paraná Women and traffic accidents: characterization of occurrences in Maringá, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Paulo Davantel

    2009-09-01

    Full Text Available Os acidentes de trânsito são atualmente a primeira causa de mortalidade no conjunto de causas externas entre as mulheres. A mulher atual, pelas mudanças em seu papel na sociedade, vem se expondo a novos riscos. Este estudo teve como objetivo caracterizar a mulher envolvida em acidente de trânsito, assim como os eventos. Foi realizado um estudo transversal, com dados secundários obtidos nos Boletins de Ocorrência de Acidente de Trânsito - BOAT, do 4º Batalhão da Polícia Militar de Maringá, Setor de Trânsito. Os dados foram categorizados e analisados por meio de testes não-paramétricos, de correlações (Spearman e teste de independência entre as variáveis (qui-quadrado. As mulheres envolvidas em acidente de trânsito eram em sua maioria solteiras (34,0%, com idade entre 21 e 30 anos (49,0%, nível de escolaridade acima do ensino médio (58,0% e predominantemente condutoras (65,0%. Os eventos ocorreram principalmente em dias úteis e nos período da tarde e da noite. As lesões foram mais frequentes em mulheres até os 20 anos e acima dos 51. Maior envolvimento em colisões com automóveis (69,%, com grande proporção de atropelamentos (14,2%, envolveram mulheres acima dos 50 anos e com menor nível de escolaridade. Foram mais atentas ao uso de dispositivos de segurança quando casadas e com maior nível de escolaridade. Estes dados sugerem novo perfil da mulher no trânsito, devendo o acompanhamento destas características e das consequências destes acidentes serem mais constantes em pesquisas, direcionando medidas e campanhas preventivas.Today traffic accidents are the first cause of morbidity in the group of external causes among women. Modern women have changed their role, exposing themselves to new risks. So, this study had as its purpose, characterize women involved in traffic accidents and to describe these accidents. A cross-sectional survey was conducted with information obtained from the Traffic Accident Report

  8. Considerações éticas sobre pesquisas com mulheres em situação de violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Mattos Russo Rafael

    2013-04-01

    Full Text Available Este ensaio tem por objetivo refletir sobre os princípios ético-metodológicos envolvidos em pesquisas com mulheres em situação de violência. O texto discute a aplicação dos princípios da beneficência e não maleficência durante as pesquisas que envolvem esta temática, apontando para recomendações balizadas pela privacidade, autonomia e contribuições imediatas para os sujeitos voluntários. A seguir, tomando como referencial teórico os princípios da justiça e equidade, os autores propõem um debate sobre os aspectos metodológicos envolvidos na garantia de proteção das entrevistadas, com vistas à melhoria da qualidade dos dados obtidos e possíveis contribuições sociais.

  9. O autocuidado de idosas octogenárias: desafios à Psicologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Bertoletti

    2015-02-01

    Full Text Available Considerando o processo de autocuidar um elemento constitutivo da subjetividade humana, a pesquisa propõe produzir conhecimento acerca da percepção das idosas octogenárias sobre o autocuidado. A metodologia utilizada foi de abordagem qualitativa de tipo exploratória descritiva. A amostra é de 10 participantes, não probabilística, definida por tipicidade, correspondente às idosas de idade igual ou superior a 80 anos. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, e interpretados na perspectiva da análise de conteúdo. Através da análise das narrativas, observou-se que as dimensões do processo de envelhecimento, da qualidade de vida e da valorização social estão estritamente relacionadas ao autocuidado.

  10. Mulheres em situação de abortamento: estudo de caso Women in abortion situation: a case study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Georgia Bianca Martins Bertolani

    2010-06-01

    Full Text Available Este trabalho pretende, por meio da abordagem qualitativa e a partir de estudo de caso, analisar as narrativas de 19 mulheres em situação de abortamento, que foram atendidas no Hospital da Universidade Federal do Espírito Santo (Hucam do município de Vitória. A coleta dos dados foi realizada com o uso de técnicas de observação participante, entrevista com roteiro semiestruturado, registro em diário de campo e análise de prontuário. Os dados se apresentam a partir da construção de narrativas, segundo o modelo proposto por Bourdieu (2003; a análise das entrevistas gravadas seguiu a orientação de Pope e colaboradores (2006, com a consequente construção de categorias empíricas emergentes das narrativas. As categorias emergentes das narrativas das mulheres foram divididas em quatro: as experiências reprodutivas; como as mulheres perceberam-se grávidas; a experiência do abortamento; e o atendimento nos serviços de saúde. Os resultados demonstraram que a assistência não contempla suas necessidades de saúde, nem respeita seus direitos reprodutivos. Elas caracterizam o atendimento como ruim, ineficiente, preconceituoso, independentemente de terem provocado ou não o abortamento.This research intends to analyze, through a qualitative approach and a case study, the narratives of 19 women in abortion situation, who were assisted in the HUCAM (Hospital of the Federal University of the city of Vitoria, state of Espírito Santo. The data collection was made through participative observation techniques, semi-structured interviews, registrations on a field notebook and analysis of the women's medical records. The data were presented through the construction of narratives, following the model proposed by Bourdieu (2003; the analysis of the recorded interviews followed the orientation of Pope et al. (2006, with the construction of empiric categories that emerged from the narratives. Four categories emerged from the women's narratives

  11. O consumo de pornografia na internet numa amostra de mulheres Portuguesas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria João Gaspar

    2012-07-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar e identificar alguns comportamentos sexuais relacionados com o consumo de pornografia online numa amostra de mulheres portuguesas. Método: Neste websurvey participaram 216 mulheres (Média de idade = 27,89; DP = 6,40; máx. = 58; mín. = 18 respondendo a um questionário online acerca do seu consumo de pornografia online e comportamentos sexuais associados. O estudo foi divulgado através do método snowball via e-mail e em diversos chatrooms em diferentes horas do dia e da noite. Resultados: 56,9% das mulheres já visitou sites pornográficos e 7% gasta mais de 6 horas por semana nesta atividade. Entretenimento, curiosidade e obtenção de excitação sexual são as principais motivações para este comportamento. Os resultados revelam ainda uma enorme diversidade de conteúdos pornográficos procurados. Conclusão: Este estudo mostra que a Internet pode ser uma ferramenta usada por algumas mulheres para o consumo de pornografia, com uma diversidade de objetivos e de conteúdos, e permite a identificação de alguns tópicos para futura investigação.

  12. Vulvovaginites em mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana Vaginal infections in human immunodeficiency virus-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Matos Oliveira

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a freqüência de vulvovaginites em mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV com mulheres não infectadas. MÉTODOS: estudo de corte transversal com 64 mulheres infectadas pelo HIV e 76 não infectadas. Foram calculadas as freqüências de vaginose bacteriana, candidíase e tricomoníase, que foram diagnosticadas por critérios de Amsel, cultura e exame a fresco, respectivamente. Para análise dos dados, utilizaram-se o teste do c2, teste exato de Fisher e regressão múltipla para verificar a independência das associações. RESULTADOS: a infecção vaginal foi mais prevalente em pacientes infectadas pelo HIV quando comparadas ao Grupo Controle (59,4 versus 28,9%, pPURPOSE: to compare the frequency of vulvovaginitis in women infected with human imunnodeficiency virus (HIV with the frequency in non-infected women. METHODS: a transversal study including 64 HIV infected women and 76 non-infected ones. The frequencies of bacterial vaginosis, candidiasis and trichomoniasis, diagnosed by Amsel's criteria, culture and fresh exam, respectively, were calculated. Chi-square test, Fisher's exact test and multiple regressions to verify the independence of associations were used to analyze the data. RESULTS: the vaginal infection was more prevalent in HIV infected patients, as compared to the control group (59.4 versus 28.9%, p<0,001; Odds Ratio=2.7, IC95%=1.33-5.83, p=0.007. Bacterial vaginosis occurred in 26.6% of the positive-HIV women; vaginal candidiasis, in 29.7% and trichomoniasis, in 12.5% of them. All the infections were significantly more frequent in the group of HIV infected women (p=0.04, 0.02 e 0.04, respectively. CONCLUSIONS: vulvovaginitis is more frequent in HIV infected women.

  13. Gênero e ciência : um estudo sobre as mulheres na física

    OpenAIRE

    Sandra Maria Carlos Cartaxo

    2012-01-01

    Resumo: A Física é uma área predominantemente masculina e, por muito tempo, os chamados naturalistas justificavam os motivos do afastamento das mulheres da área como sendo de ordem biológica. Entretanto, as mulheres, embora sejam muito poucas na área, apresentam em média um rendimento maior que o dos homens na física. Em vistas disso, o presente estudo tem como objetivo compreender como se dão as relações sociais de gênero nessa área, além dos motivos que justificariam a baixa participação da...

  14. SABERES DE CURA: UM ESTUDO SOBRE PAJELANÇA CABOCLA E MULHERES PAJÉS DA AMAZÔNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Betânia Barbosa Albuquerque

    2012-05-01

    Full Text Available Este artigo analisa os saberes que perpassam as práticas de cura presentes na pajelança cabocla na Amazônia, em especial, as de mulheres pajés. Tem como objetivos descrever os saberes e as práticas de cura de três mulheres residentes na cidade de Soure, na ilha do Marajó, Pará, bem como refletir sobre o papel da mulher no contexto religioso e simbólico da pajelança. Metodologicamente, o artigo resulta de uma pesquisa de campo e bibliográfica, com abordagem qualitativa, constando da análise de entrevistas narrativas com três mulheres. Teoricamente, o estudo se baseou em autores como Galvão (1955, Maués (1990; 1999, Cavalcante (2008, Montal (1986, entre outros. A pajelança ou xamanismo na Amazônia é uma prática, em geral, permitida somente aos indivíduos do sexo masculino. Entretanto, no município de Soure não há restrição da mulher no exercíco da pajelança, exercício esse que é perpassado por um arsenal de saberes que envolve o conhecimento das plantas curativas, do ritmo das águas, dos ciclos da lua e da natureza

  15. Major Denice Santiago: uma mulher negra e feminista num lugar de poder da Polícia Militar da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margarida Paredes

    2017-07-01

    Full Text Available A Major Denice Santiago foi uma das pioneiras da Polícia Militar da Bahia (PMBA, tendo ingressado em 1990 como sargenta nas primeiras turmas de praças e oficiais. Dois anos depois, foi admitida na primeira turma de oficiais para mulheres, ostentando hoje a patente de Major. Atualmente, também é uma das duas únicas oficiais da PMBA a ter quebrado o “teto de vidro” que impede a ascensão de mulheres em organizações dominadas pela “masculinidade hegemônica” e a ocupar um posto de comando na PM baiana, como comandante da Ronda Maria da Penha. Graduada em Psicologia, é Mestre em Desenvolvimento Territorial e Gestão Social pela UFBA. Em 2017, recebeu o Diploma Bertha Lutz, premiação do Senado Federal pela sua contribuição na defesa dos direitos das mulheres e políticas de gênero.

  16. Avaliação da genotoxicidade em mulheres com síndrome dos ovários policísticos: impacto da dieta

    OpenAIRE

    Soares, Nayara Pereira

    2015-01-01

    Introdução: Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), segundo o critério de Rotterdam, está presente em 6-12% das mulheres em idade reprodutiva, é caracterizada pelo hiperandrogenismo, resistência à insulina (RI) e por seu estado inflamatório, fatores comumente exacerbados pela presença da obesidade e associados com o aumento da genotoxicidade. Alimentação saudável com implicação na perda de peso atua restabelecendo as funções reprodutivas e metabólicas na SOP, entretanto sua influência na red...

  17. História de vida de mulheres que estudam no curso de pedagogia na UNEMAT de Sinop

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosemary Lopes Galvão

    2016-12-01

    Full Text Available A pesquisa teve como objetivo compreender os significados atribuídos à formação docente a partir da história de vida em mulheres estudantes no curso de Pedagogia. Esta foi realizada durante o período letivo de 2016/01 na Universidade do Estado de Mato Grosso de Sinop. A pesquisa teve seu tratamento em uma abordagem qualitativa e, como metodologia, a história de vida na modalidade oral. Conclui-se que as mulheres tiveram que superar o preconceito machista que imputa a elas a condição de reprodutora das atividades domésticas. As narrativas explicitaram limites entre a dimensão de luta e o fato de serem sujeitos de direito da mulher. Palavras-chave: história de vida; mulheres; pedagogia; formação docente.

  18. Imagens da mulher na ciência e na ficção de Afrânio Peixoto: a esfinge e elementos medicina legal em debate

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lourdes Silva

    2016-10-01

    Full Text Available Este trabalho analisa as formas como a mulher é apresentada em duas obras de Afrânio Peixoto (1876-1947 escritas entre 1910-1: o romance A Esfinge e o manual didático, Elementos de Medicina Legal. Os contemporâneos do médico baiano costumavam aclamar sua competência profissional e inteligência solicitando circulação e adesão do polígrafo à rede institucional constitutiva do aparato administrativo estatal, corporativo ou editorial, aos quais Afrânio selava alinhamento através de sua obra escrita. A educação da mulher, o seu lugar na sociedade e os papeis a ela cabíveis são temas que ocupam o autor e filtro de nossa investigação nas obras citadas. Formado na tradição da ciência criminológica do final do século XIX e início do XX, a relevância do presente trabalho está em refletir sobre como a literatura “peixotiana” traz à cena as teorias eugenistas e os preconceitos sociais pelas caracterizações de suas personagens, forçando-nos a repensar a genialidade atribuída ao autor e os limites entre a poética literária e a escrita científica em sua obra. Como resultado desse estudo, indicamos as imprecisões entre ciência e moral no pensamento do autor, o que acarreta manutenção de explicações organicistas justificando o lugar da mulher na sociedade.

  19. Health and self-care among garbage collectors: work experiences in a recyclable garbage cooperative Salud y autocuidado entre minadores de basura: vivencias en el trabajo en una cooperativa de basura reciclable Saúde e autocuidado entre catadores de lixo: vivências no trabalho em uma cooperativa de lixo reciclável

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarice Maria Dall'Agnol

    2007-10-01

    triagem de lixo reciclável, em Porto Alegre, RS, num galpão cedido pela prefeitura. Essa atividade, que tem atraído número crescente de excluídos do mercado formal de trabalho, apresenta riscos à saúde e padrões de adoecimento peculiares. O estudo objetivou conhecer as concepções e ações de autocuidado das participantes do estudo, todas mulheres, propondo discussões e reflexões conjuntas acerca da problemática por elas vivenciada. O foco foi direcionado ao ambiente de trabalho e às atitudes com relação aos riscos à saúde. Por meio da técnica de grupo focal com dez sujeitos, privilegiou-se a expressão da capacidade de análise situacional das pessoas envolvidas, dando origem a três eixos temáticos. A cada tema discutido seguiu-se a construção de um plano de ação, porém, de forma a compatibilizar o atendimento de necessidades mais prementes com a viabilidade operacional dos encaminhamentos propostos.

  20. Homens apenados e mulheres presas: estudo sobre mulheres de presos Convicted men and imprisoned women: a study on the wives of prisoners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian Fabiano Guimarães

    2006-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve por objetivo conhecer as mulheres de um grupo de apenados e identificar as discriminações que elas sofrem, incluindo as de gênero. Buscamos identificar os possíveis estigmas relacionados à situação de aprisionamento e as estratégias de resistência utilizadas por estas mulheres no cotidiano. A metodologia da pesquisa é qualitativa e as informações foram obtidas por meio de observação participante e de grupos focais com mulheres de presos albergados em um presídio de uma cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre-RS, em regime semi-aberto. As mulheres dos apenados se submetem a situações de controle, baseadas nos sistemas de dominação de classe e de gênero. O estigma em relação a este grupo social apareceu nas entrelinhas dos depoimentos, porém as mulheres resistem ativamente às violências, apoiando-se em redes de parentesco e de vizinhança. A precariedade de redes de apoio social e a falta de informação e acesso ao mercado de trabalho contribuem para a marginalização do apenado e de sua família, deixando clara a importância de estudos que busquem a inclusão deste grupo social.The objective of this research was to know the wives of a group of convicted men, serving their time partially at home, and to identify the discriminations they had to go through, including those of gender. We searched to identify the possible labeling for having a convicted relative and the strategies of resistance that these women use in everyday life. The research method is qualitative and information was obtained by means of participation-observation and focal groups with the wives of convicts in a prison facility in the metropolitan region of Porto Alegre, RS, in a semi-open regime. The wives of convicts submit themselves to situations of control, based on the systems of class and gender domination. From our analysis, the labeling in relation to this social group was found in-between the lines, in other words

  1. Violência doméstica: análise das lesões em mulheres Domestic violence: an analysis of injuries in female victims

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cléa Adas Saliba Garbin

    2006-12-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo avaliar a prevalência de lesões de cabeça e pescoço em mulheres, frente aos inquéritos policiais registrados como lesão corporal e maus-tratos na Delegacia de Defesa da Mulher de Araçatuba, São Paulo, Brasil, no ano de 2002. Foram totalizados 204 inquéritos policiais no ano de 2002, e destes extraídos 33 laudos periciais referentes aos crimes de lesões corporais e maus-tratos em mulheres. Analisou-se nos laudos médicos da perícia, aspectos relativos à idade das vítimas e local das lesões por elas apresentadas na ocasião do exame. Os resultados encontrados revelam que as agressões ocorrem em faixas etárias diversas, com predominância na infância e adolescência. Além disso, ocorreu a maior prevalência de lesões na região da cabeça e pescoço, área de atuação do cirurgião-dentista que necessita estar preparado para atender, entre outros, o paciente vítima de violência.This study aimed to evaluate the prevalence of head and neck injuries in females based on complaints registered as bodily harm or cruel and unusual punishment at the Women's Defense Precinct in Araçatuba, São Paulo State, Brazil, in 2002. A total of 204 police inquiries were conducted in 2002, resulting in 33 police reports of bodily harm and cruel and unusual punishment to females. The police reports were examined as to victim's age and site of injury. The results showed that injuries are inflicted on various age brackets, with a higher prevalence in children and adolescents. In addition, the highest prevalence of injuries was in the head and neck, encompassing the area where dentists work and where they should be prepared to treat victims of such violence.

  2. Prevalência de violência física por parceiro íntimo em homens e mulheres de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil: estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Rubia Lindner

    2015-04-01

    Full Text Available Investigou-se a associação entre sexo e violência física entre parceiros íntimos. Encontrou-se prevalência de sofrer qualquer violência física (17%, violência física moderada (16,6% e violência física grave (7,3%. Não houve diferença significativa para violência física moderada em homens e mulheres, porém, quanto mais grave o ato maior a ocorrência deste nas mulheres. Por meio de regressão logística testou-se a associação da violência com o sexo, ajustando-se às variáveis exploratórias. Mulheres de maior idade, viúvas/separadas, pobres, menos escolarizadas e pretas registram maior probabilidade de sofrer violência. Nos homens, a prevalência de violência física grave apresentou alteração significativa apenas para estado civil. Uso abusivo de álcool por mulheres representou maior chance de sofrer violência física.

  3. Depressão e ansiedade nos cuidadores de mulheres em fase terminal de câncer de mama e ginecológico Depression and anxiety in caregivers of terminally-ill breast and gynecological cancer patients

    OpenAIRE

    Vera Lucia Rezende; Sophie Françoise Mauricette Derchain; Neury José Botega; Luis Otávio Sarian; Daniela Landulfo Vial; Sirlei Siani Morais

    2005-01-01

    OBJETIVO: avaliar a freqüencia de ansiedade e depressão em cuidadores principais de mulheres em fase terminal de câncer de mama ou genital. MÉTODOS: para este estudo de corte transversal foram incluídos 133 cuidadores de pacientes sem possibilidades curativas, internadas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher, entre agosto de 2002 e maio de 2004. Das pacientes incluídas, 71 apresentavam câncer de mama e 62, câncer ginecológico. Foi aplicada a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressã...

  4. Colpocitologia de mulheres com diagnostico de adenocarcinoma do colo do utero

    OpenAIRE

    Nascimento,Maria Isabel do; Rocha,Luana Bezerra da

    2014-01-01

    OBJETIVO: Analisar os achados citológicos de mulheres detectadas com adenocarcinoma do colo do útero, levando em conta o histórico da paciente no ano que antecedeu ao diagnóstico e a histopatologia das lesões. MÉTODOS: Este é um estudo comparativo, retrospectivo conduzido com dados de mulheres com adenocarcinoma ou com carcinoma escamoso do colo do útero detectados entre 2002 e 2008. Os laudos da citologia foram sintetizados de acordo com a termino...

  5. Preditores dietéticos das concentrações séricas ou plasmáticas de homocisteína, ácido fólico, vitaminas B12 e B6 em mulheres

    OpenAIRE

    Lana Carneiro Almeida

    2007-01-01

    Objetivo Examinar a correlação entre fatores dietéticos, obtidos por questionário de freqüência alimentar (QFA) validado, e concentrações séricas ou plasmáticas de homocisteína (hcy), ácido fólico, vitaminas B12 e B6 em mulheres de São Paulo. População e métodos Foram analisados os dados dietéticos de 1.434 mulheres de 21 a 65 anos de um estudo caso-controle sobre consumo alimentar e lesões neoplásicas do colo uterino realizado em três hospitais públicos da cidade de São Paulo, excluindo-se o...

  6. A vulnerabilidade da mulher idosa em relação à AIDS La vulnerabilidad de mujeres ancianas en relación a la SIDA Aged woman's vulnerability related to AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Marins Silva

    2010-09-01

    Full Text Available Trata-se de revisão sistemática da literatura que abrange o período de 1994 a 2009, cujo objetivo foi discutir a vulnerabilidade da mulher idosa em relação às Doenças Sexualmente Transmissíveis e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids. Foi realizada a busca nas bases: Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Eletronic Library Online (SciELO, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE, usando-se como descritores vulnerabilidade, mulher e Aids. Foram analisados 18 textos incluindo artigos em periódicos, teses e dissertações. Concluiu-se que mulheres idosas e vulnerabilidade à Aids estão diretamente relacionadas, através de características de gênero que perpassam pela submissão, construídas histórica e socialmente. É fundamental o desenvolvimento de estudos que gerem publicações acessíveis às mulheres, de modo a possibilitar que estas possam ver a si mesmas como sujeitos em risco de contrair Aids pelo simples fato de serem mulheres.Este es una revisión sistemática de literatura que incluyó el período de 1994-2009, cuyo objetivo fue discutir la vulnerabilidad de la mujer anciana con respecto a Síndrome de la Imunodeficiencia Adquirida (Sida. La búsqueda poor los textos científicos fue cumplida en las bases Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Eletronic Library Online (SciELO, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE, usando los descriptores vulnerabilidad, mujer y Sida. Se analisaran 18 textos incluyendo artículos en periódicos científicos, tesis y disertaciones. Concluyese que mujeres ancianas y vulnerabilidad a la Sida están directamente relacionadas por características de género incluyendose la sumisión y que se construyeron histórica y socialmente. Consideramos como fundamental el desarrollo de estudios que

  7. Vulnerabilidad al VIH en mujeres en riesgo social Vulnerabilidade ao HIV em mulheres em risco social HIV vulnerability in women at social risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfonso Urzúa Morales

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Evaluar la vulnerabilidad por factores de riesgo al VIH/SIDA en mujeres en riesgo social. MÉTODOS: Estudio llevado a cabo con 178 mujeres dueñas de casa (n=101 y trabajadoras del sector salud (n=77 de Antofagasta, Chile, en 2006-2007. Las dueñas de casa fueron consideradas en riesgo social. La vulnerabilidad al VIH fue calculada por medio de una escala que agrupó 21 reactivos en tres dimensiones: roles de género, comunicación con la pareja y actitud ante al uso del preservativo. Para determinar el peso relativo de cada una de las dimensiones en la vulnerabilidad total se realizó un análisis de regresión múltiple utilizando el puntaje total de la escala como variable dependiente y cada una de las tres dimensiones como variable independiente. RESULTADOS: En el grupo general, la dimensión con peso relativo mayor fue la dimensión actitud frente al uso del preservativo (0.542, seguida de relación de pareja (0.453 y roles de género (0.379. Para mujeres dueñas de casa, se observó una variación: relación de pareja (0.597, actitud frente al uso del preservativo (0.508 y roles de género (0.403. Para trabajadoras de la salud, el peso de las dimensiones fue: actitud frente al uso del preservativo (0.638, relación de pareja (0.397, y roles de género (0.307. CONCLUSIONES: Los resultados permiten inferir diferencias en los factores que condicionan la vulnerabilidad al VIH en los grupos de mujeres, siendo para aquellas que están en riesgo social el rol de género el factor con mayor capacidad predictiva de riesgo.OBJETIVO: Avaliar a vulnerabilidade por fatores de risco ao HIV/Aids em mulheres em risco social. MÉTODOS: Estudo realizado com 178 mulheres donas de casa (n=101 e trabalhadoras do setor de saúde (n=77 de Antofagasta, no Chile, em 2006-2007. As donas de casa foram consideradas em risco social. A vulnerabilidade ao HIV foi calculada por meio de uma escala que reuniu 21 itens em três dimensões: papéis de g

  8. Entre Maria Madalena e Gabriela Leite: diferentes modos de nomeação de mulheres na prostituição

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Codognoto da Silva

    2016-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2016v13n3p203 Esta pesquisa visa problematizar os significados e as particularidades presentes nos processos de subjetivação de mulheres adultas ligadas à prostituição em um pequeno centro urbano, localizado no interior do Estado de Mato Grosso do Sul - MS. Recorremos à abordagem qualitativa de pesquisa em Psicologia e como método a cartografia. Foram realizadas entrevistas de longa duração com 10 (dez bio-mulheresmulheres em termos biológicos, detentoras do órgão sexual feminino (PRECIADO, 2008 – que residissem e/ou trabalhassem no munícipio pesquisado e de escolaridades, raças/cores e tempo de atuação variados na prostituição. A luz dos Estudos Culturais e da Teoria Queer, evidenciamos o emprego de distintas nomenclaturas por parte de nossas participantes, denotando importantes posições pessoais e disputas políticas dessas mulheres na sociedade e na própria prática da prostituição, bem como a desconstrução de uma identidade universal da mulher prostituta.

  9. Bone mineral density in postmenopausal women with and without breast cancer Densidade mineral óssea em mulheres na pós-menopausa com e sem câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Délio Marques Conde

    2012-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The values of bone mineral density (BMD were compared in postmenopausal women with and without breast cancer. METHODS: A cross-sectional study was conducted, including 51 breast cancer survivors (BCS and 71 women without breast cancer, who were non-users of hormone therapy, tamoxifen, or aromatase inhibitors. BMD T-scores and measurements in grams per centimeter squared (g/cm² were obtained at the femoral neck, trochanter, Ward's triangle, and lumbar spine. Osteopenia and osteoporosis were grouped and categorized as abnormal BMD. Unconditional logistic regression analysis was used to estimate the odds ratios (OR of abnormal BMD values as measures of association, with 95% confidence intervals (CIs, adjusting for age, years since menopause, parity, and body mass index (BMI. RESULTS: The mean age of the women with and without breast cancer was 54.7 ± 5.8 years and 58.2 ± 4.8 years (p OBJETIVO: Comparar a densidade mineral óssea (DMO de mulheres na pós-menopausa com e sem câncer de mama. MÉTODOS: Conduziu-se estudo de corte transversal, incluindo 51 mulheres com câncer de mama e 71 mulheres sem câncer de mama, não usuárias de terapia hormonal, tamoxifeno ou de inibidores da aromatase. Avaliou-se a DMO, em T-score e em gramas por centímetro quadrado (g/cm², no colo do fêmur, trocânter, triângulo de Wards e na coluna lombar. Osteopenia e osteoporose foram agrupadas e categorizadas como DMO alterada. Utilizou-se a análise de regressão logística não condicional para estimar o odds ratios (OR de DMO alterada como medida de associação, com intervalo de confiança de 95% (IC 95%, ajustando-se por idade, anos de menopausa, paridade e índice de massa corpórea (IMC. RESULTADOS: A média de idade de mulheres com e sem câncer de mama foi 54,7 ± 5,8 anos e 58,2 ± 4,8 anos (p < 0,01, respectivamente. Após ajustar por idade, paridade e IMC, DMO alterada no colo do fêmur (OR ajustado: 4,8; IC 95%: 1,5-15,4, trocânter (OR

  10. Pesquisa em contracepção: opinião de pesquisadores, sujeitos e defensoras dos direitos das mulheres Research on contraception: opinion of researchers, subjects and advocates of women rights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellen Hardy

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a opinião de pesquisadores, de mulheres - sujeitos de pesquisa, e de defensoras dos direitos das mulheres sobre o significado de "pesquisa" e "cobaia". MÉTODOS: Pesquisadores (11, mulheres (18 e defensoras (10 foram entrevistados. O estudo foi qualitativo e a análise dos dados foi temática. RESULTADOS: Os participantes tiveram dificuldade em explicar o que é pesquisa; alguns não conseguiram. Para pesquisadores e maioria das mulheres, sujeitos de pesquisa não são cobaias, porque têm liberdade de escolha. Para a maioria das defensoras, sujeitos são cobaias, ainda que consintam em participar de um estudo. CONCLUSÕES: Foi surpreendente a dificuldade dos pesquisadores em explicar o que é pesquisa. As diferentes opiniões sobre o termo "cobaia" refletem a controvérsia sobre seu significado em pesquisa. Seguramente o termo "cobaia" não se aplica à maior parte dos estudos realizados hoje no Brasil, mas os diferentes significados identificados servem para alertar os pesquisadores a prestar atenção aos aspectos éticos de seus estudos.OBJECTIVE: To survey the opinion of researchers, women - subjects of research- and of advocates of women's rights about the meaning of "research" and "guinea pigs". Methods: Researchers (11, women (18 and advocates (10 were interviewed. The study was qualitative and a thematic analysis was carried out. RESULTS: Participants experienced difficulty to explain what research meant and some were unable to do so. For the researchers and most of the women, subjects are not guinea pigs, because they have freedom of choice. Most of the advocates, however, said that subjects are guinea pigs, even when they consent to participate in a study. CONCLUSIONS: The difficulty experienced by researchers when explaining the meaning of research was surprising. The different opinions about "guinea pig" reflect the controversy about its meaning in research. Certainly the expression "guinea pig" does not apply to

  11. Treinamento de sobrecarga muscular não afeta o diâmetro das principais veias dos membros inferiores em mulheres adultas com insuficiência venosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gigliola Cibele Cunha da Silva

    2010-12-01

    Full Text Available O exercício físico pode promover benefícios na funcionalidade do sistema venoso. Contudo, tratando-se de exercício com sobrecargas musculares, observa-se contraindicações quanto à sua prática diante da possibilidade da mesma estar relacionada ao agravamento das disfunções venosas. OBJETIVO: Analisar os efeitos da prática do exercício com sobrecargas musculares sobre o diâmetro venoso de mulheres fisicamente inativas portadoras de insuficiência venosa crônica de membros inferiores. MÉTODOS: Vinte e duas mulheres com idades entre 21 e 58 anos (34,27 ± 12 anos foram divididas aleatoriamente em dois grupos: experimental (n = 12 e controle (n = 10. O treinamento com cargas foi realizado por 16 semanas, e o diâmetro venoso foi medido nas veias safenas magna (em nível da coxa e perna e parva no membro inferior esquerdo por meio de ecodoppler colorido. Utilizou-se a ANOVA por dois fatores para avaliar as possíveis modificações dos diâmetros entre os grupos e ao longo do tempo (p < 0,05. RESULTADOS: Não foram encontradas alterações significativas nos diâmetros das veias safenas parva (porções superior, média e inferior: p = 0,80, 0,32 e 0,20, respectivamente, magna em nível da perna (p = 0,17, 0,74 e 0,96 e magna em nível da coxa (p = 0,57, 0,67 e 0,52. CONCLUSÃO: A prática do exercício com sobrecargas musculares pode ser considerada um meio de intervenção ou tratamento, uma vez que não promoveu alterações no diâmetro venoso de mulheres que apresentaram insuficiência venosa crônica nos membros inferiores.

  12. Diminuição da dor em mulheres com dismenorreia primária, tratadas pelo método Pilates

    OpenAIRE

    Araújo, Luana Macêdo de; Silva, José Mário Nunes da; Bastos, Weltianne Tavares; Ventura, Patrícia Lima

    2012-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dismenorreia corresponde a um conjunto de manifestações de caráter doloroso que aparecem no dia anterior ou no primeiro dia de fluxo menstrual. O método Pilates, compreende uma série de exercícios baseados nos movimentos progressivos que o corpo é capaz de executar. O presente estudo teve como objetivo comparar a dor em mulheres com dismenorreia primária antes e após serem submetidas ao método Pilates. MÉTODO: Trata-se de um estudo descritivo, experimental, com ca...

  13. Pressão arterial de 24 horas em mulheres idosas normotensas e com hipertensão do avental branco

    OpenAIRE

    Hekman, Paulo Rogério W.; Barbisan, Juarez N.; Menezes, Honório S.; Antonello, Vicente

    2010-01-01

    FUNDAMENTO: Mudanças no comportamento do ritmo circadiano podem ser deletérias, levando à lesão de órgãos-alvo, o que sugere ser de importante significado prognóstico e, eventualmente, podem também demandar intervenção terapêutica. OBJETIVO: Descrever e comparar os ritmos circadianos de pressão arterial (PA) entre mulheres idosas normotensas e portadoras de hipertensão do avental branco (HAB). MÉTODOS: Estudo transversal em uma amostra de 36 pacientes, com idades entre 60-83 anos, submetidas ...

  14. Gênero e violência contra a mulher na literatura de enfermagem: uma revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maiara Cardoso Duarte

    2015-04-01

    Full Text Available RESUMO Na produção científica sobre desigualdades na relação homens e mulheres destacam-se estudos sobre violência contra a mulher e a premência do seu reconhecimento como problema de saúde pública. Objetivo: considerando o potencial da Enfermagem para um olhar ampliado desta temática, pretendeu-se conhecer o que está sendo veiculado sobre gênero e violência contra a mulher nas principais revistas de enfermagem brasileiras. Método: realizou-se revisão integrativa, de publicações online, entre 2000 e 2012. Dos 138 artigos selecionados, 25 tratavam gênero e violência contra a mulher como construtos sociais. Resultados: predominaram as abordagens qualitativas (60%, investigações empíricas (60%, acadêmicas (100%, autorias envolvendo enfermeira(os (96%, violências conjugal (32% e doméstica (20%. A violência contra a mulher à luz de gênero foi associada em apenas 32% das publicações. Conclusão: há necessidade de incremento de estudos em parceria com o serviço e a ampliação das discussões que envolvem dinâmicas de poder e de resistência, que constituem a base do conceito de gênero.

  15. Ambivalência em mulheres submetidas a laqueadura tubária Ambivalencia en mujeres sometidas a ligación de trompas Ambivalence in women submitted to tubal ligation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gleice Adriana Araújo Gonçalves

    2008-12-01

    Full Text Available Pesquisa exploratória, em que se utilizou o banco de dados de pesquisa envolvendo mulheres submetidas a laqueadura tubária, para determinar, mais acuradamente, a freqüência de mulheres ambivalentes e analisar a distribuição estatística dessas mulheres segundo variáveis selecionadas e o modo como haviam se classificado originalmente em relação ao procedimento (totalmente ou moderadamente satisfeitas, ambivalentes, totalmente ou moderadamente arrependidas. O pressuposto do estudo é que, fazendo-se uma avaliação mais precisa das respostas a várias das questões que lhes foram formuladas, o número de mulheres ambivalentes poderia ser superior ao revelado previamente. Esse pressuposto foi confirmado, observando-se um aumento expressivo de mulheres que tanto tinham motivo para satisfação quanto para arrependimento em relação à laqueadura tubária (mulheres ambivalentes. A análise dos resultados permitiu a compreensão de que a ambivalência em relação à laqueadura tubária é um fenômeno que, embora sujeito a múltiplas determinações, envolve uma parcela muito grande da subjetividade da mulher, tornando complexa sua interpretação.Estudio exploratorio, en que se utilizó la base de datos de una investigación con mujeres sometidas a ligadura de trompas, para determinar, con mayor precisión, la frecuencia de mujeres ambivalentes y analizar la distribución estadística de estas mujeres de acuerdo con variables seleccionadas y la forma en que originalmente se habían clasificado en respecto al procedimiento (totalmente o moderadamente satisfecha, ambivalente, moderada o totalmente arrepentida, en un intento de ampliar la comprensión del fenómeno. El presupuesto del estudio era que, haciéndose una evaluación más precisa de las respuestas a varias de las cuestiones que se plantearon, el número de mujeres ambivalente podría ser superior al previamente divulgado. Esta hipótesis se confirmó, señalándose un aumento

  16. Duzu-Querença, Salinda e Luamanda: uma representação da violência contra a mulher em Olhos D’água, de Conceição Evaristo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane de Lima Paim

    2017-07-01

    Full Text Available Olhos D’água é um livro de contos, vencedor do prêmio Jabuti, nessa categoria, em 2015, escrito por Conceição Evaristo. Nessa obra, a autora sacramenta, com uma linguagem sutil e poética, a pluralidade da existência humana. Em Olhos D’água, Conceição Evaristo ajusta o foco de seu interesse na população afro-brasileira abordando, sem meias palavras, a pobreza e a violência urbana que a acometem. O objetivo principal desse trabalho é analisar a forma como a autora representa a violência contra a mulher e as diversas formas de violências que as personagens femininas sofrem ao longo das narrativas. Como a obra escolhida é composta por 15 contos, com um vasto elenco de personagens femininas, nesse estudo, nos detemos em analisar apenas as personagens de Duzu-Querença, Salinda e Luamanda. Metodologicamente, analisamos excertos da obra, nos quais é mencionado como essas mulheres são vítimas de alguma forma de violência.

  17. Mulheres e homens em sindicato docente: um estudo de caso Men and women in an educator's union: a case study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Ondina Vieira Ferreira

    2004-08-01

    Full Text Available O estudo examina a relação entre participação feminina e masculina no Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul - CPERS/Sindicato -, comparando filiação e presença nas diretorias da entidade segundo o sexo, para verificar se nessa entidade a situação das mulheres é diferente da sua situação em outras diretorias de sindicatos de classe, com base composta majoritariamente por homens. Discorre sobre a reduzida participação sociopolítica das mulheres, apresentando, também, números sobre docência e gênero no Brasil. Os resultados indicam inversão da proporcionalidade homens/mulheres na base da categoria em relação às direções da entidade, de tal maneira que, mesmo estando as mulheres bem representadas nesse sindicato, são os homens que ocupam os lugares com maior poder de mando e prestígio, como nas diretorias. Por fim, considerando que a atividade sindical é dominada por um viés masculino, questiona-se se o sindicato estaria tendo condições de acompanhar possíveis modificações na identidade docente, a partir da imagem que tem da categoria.This study examines the relationship between male and female participation in the Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul - CPERS/Sindicato (Center of Educators in the State of Rio Grande do Sul - CPERS/Union, comparing membership and presence in the board of directors according to sex, to find out whether women's situation in this union is different from those of other class union boards of directors, composed mostly of men. It discusses the small social and political participation of women and shows some figures on educators and gender in Brazil. The findings indicate a men vs. women proportionality inversion in the category base compared to the board of directors, in such a way that, although women are well represented in this union, men are the ones who occupy positions of greater power and prestige, such as the board. Finally, considering the fact

  18. Construindo pontes: a prática da interdisciplinaridade. Estudo PopTrans: um estudo com travestis e mulheres transexuais em Salvador, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ines Dourado

    Full Text Available Resumo: Pessoas trans, incluindo travestis, mulheres transexuais, apresentam taxas desproporcionalmente elevadas de HIV/AIDS em comparação com o restante da população. Entretanto, são poucos os estudos quantitativos/qualitativos com pessoas trans no Brasil. Assim, uma equipe de pesquisadores de diferentes áreas desenvolve um projeto de pesquisa interdisciplinar com o objetivo de conhecer as condições e os modos de vida, e ao mesmo tempo investigar fatores determinantes da infecção pelo HIV, sífilis e hepatites B e C entre travestis e mulheres transexuais. Neste artigo, pretende-se descrever a experiência de implantação e desenvolvimento do estudo com uma abordagem etnoepidemiológica em Salvador, Bahia, Brasil. O mapeamento da população começou com uma pesquisa formativa que foi crucial para orientar o inquérito epidemiológico. A produção de dados etnoepidemiológicos é um desafio cotidiano para os pesquisadores, produzindo uma série de reflexões sobre os limites de nossos conceitos e categorias para traduzir a diversidade de práticas e experiências das participantes da pesquisa.

  19. O PAPEL DA MULHER NA LUTA PELA TERRA. UMA QUESTÃO DE GÊNERO E/OU CLASSE?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Cristiane Valenciano

    2011-11-01

    Full Text Available Pretendemos neste projeto de pesquisa, compreender a inserção e ação da mulher na luta pela terra, e priorizar a especificidade do embate existente entre as três dimensões que a mulher internaliza: enquanto provedora da força de trabalho e da família. Enquanto trabalhadora, no cotidiano da lavra, e na militância política. Mais especificamente põe-se a apreender as manifestações específicas que as mulheres estão apresentando, no raio organizativo do MST, através dos Coletivos de Gênero, das decisões e propostas de trabalho deliberadas, bem como seus desdobramentos, sendo que os Coletivos de Gênero ganham em abrangência e magnitude, tendo em vista privilegiar nas pautas de discussões, não somente a questão da exploração da mulher trabalhadora, os preconceitos, a violência, mas, sobretudo a emancipação de classe.

  20. Qualidade de vida e depressão em mulheres vítimas de seus parceiros Quality of life and depression in women abused by their partners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Gurgel Adeodato

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida e depressão nas mulheres vítimas da violência doméstica; estabelecer o perfil socioeconômico da mulher agredida pelo parceiro e as particularidades das agressões sofridas. MÉTODOS: A amostra constituiu-se de 100 mulheres que sofreram agressão de seus parceiros e que prestaram queixa na Delegacia da Mulher do Ceará. Foram aplicados três questionários: o primeiro visa a obter dados demográficos e sobre a violência sofrida; o segundo (GHQ-28, sobre a qualidade de vida em geral; e o terceiro (Beck, quantifica o grau de depressão. RESULTADOS: O perfil da mulher agredida é: jovem, casada, católica, tem filhos, pouco tempo de estudo e baixa renda familiar. Álcool e ciúme foram os fatores mais referidos como desencadeantes das agressões, tendo 84% das mulheres sofrido agressão física. Foi observado que 72% delas apresentaram quadro sugestivo de depressão clínica; 78% tinham sintomas de ansiedade e insônia; 39% já pensaram em suicídio e 24% passaram a fazer uso de ansiolíticos após o início das agressões. CONCLUSÕES: A análise dos dados sugere que a violência doméstica está associada a uma percepção negativa da saúde mental da mulher.OBJECTIVE: To evaluate quality of life and depression among women who suffer domestic violence and to describe the socioeconomic profile of women who were abused by their partners and aspects of these abuses. METHODS: The study sample comprised 100 women who were abused by their partners and filed a complaint at the Police Office for Women of the state of Ceará, Brazil. Three questionnaires were applied: one for collecting demographic and violence data; the second one (GHQ-28 one to evaluate general quality of life; and the third one (Beck to quantify depression. RESULTS: Abused women are young, married, Catholic, have children, low schooling and low family income. Alcohol use and jealousy were the main reported factors leading to partner's abuse

  1. Estilos de autocuidado de la enfermera de centro quirúrgico de un hospital de Lambayeque

    OpenAIRE

    Rodríguez Arteaga, Cynthya Vanessa

    2013-01-01

    La enfermería es una de las profesiones que está expuesta a una serie de riesgos, especialmente la que labora en Centro Quirúrgico por el tipo de trabajo, funciones y responsabilidades que realiza, por lo que es necesario la adopción de un estilo de autocuidado considerado como un conjunto de aptitudes, preferencias, tendencias y actitudes de cuidados que se proporciona la persona para tener una mejor calidad de vida. El objetivo fue caracterizar y comprender los estilos de autocuidado de la ...

  2. Associação entre violência por parceiro íntimo contra a mulher e infecção por HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Barros

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a associação entre a violência por parceiro íntimo contra mulheres e a infecção ou suspeita de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV. MÉTODOS: Estudo transversal com base em dados de questionários aplicados face-a-face e de prontuários médicos de 2.780 mulheres de 15 a 49 anos, atendidas em unidades do sistema único de saúde da Grande São Paulo, SP, em 2001-2002. As mulheres foram categorizadas em: usuárias em tratamento por serem "soropositivas para o HIV", com "suspeita de HIV" e aquelas que procuraram os serviços por outros motivos. A violência por parceiro íntimo contra mulheres na vida foi categorizada por gravidade e recorrência dos episódios de violência. A associação com o desfecho foi testada pelo modelo de Poisson com variância robusta e ajustada por variáveis sociodemográficas, sexuais e reprodutivas. RESULTADOS: A prevalência de violência foi de 59,8%. Sofrer violência reiterada e grave apresentou maior associação de infecção confirmada pelo HIV (RP = 1,91. A violência independente da gravidade e da recorrência dos episódios apresentou maior associação para a suspeita de infecção por HIV (RP = 1,29. CONCLUSÕES: A violência por parceiro íntimo contra mulheres tem papel relevante nas situações de suspeita e confirmação da infecção pelo HIV, sendo essencial incluir sua detecção, controle e prevenção como parte da atenção integral à saúde das mulheres.

  3. Tendências de pesquisas brasileiras sobre mulheres mastectomizadas

    OpenAIRE

    Azevedo, Elisângela Braga de; Bezerra, Pollyana Amorim Ponce de Leon; Neto, José Melquiades Ramalho; Bustorff, Leila Alcina Correia Vaz; Souto, Cláudia Maria Ramos Medeiros

    2012-01-01

    Objetivou-se analisar as tendências das pesquisas realizadas no Brasil sobre mulheres mastectomizadas. Trata-se de um estudo bibliográfico de abordagem quantitativa, realizado de 15 de junho a 31 de julho de 2009. Para coleta dos dados empíricos utilizou-se um instrumento estruturado, posteriormente os dados foram tabulados, analisados, transformados em porcentagens e agrupados em uma tabela para facilitar a visualização das informações. A amostra foi constituída por resumos adquiridos atravé...

  4. Prevenção da violência contra mulheres: desafios na articulação de uma rede intersetorial Prevention of violence against women: challenges in the articulation of an intersetorial network Prevenção da violência contra mulheres: desafios na articulação de uma rede intersetorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Krieger Grossi

    2012-11-01

    Full Text Available

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância da intersetorialidade na prevenção da violência contra a mulher através da articulação de diferentes atores sociais preocupados e comprometidos com a redução dos índices de violência contra a mulher e conseqüentemente com uma sociedade mais justa e equitativa. Estes desafios na articulação da rede de serviços de proteção à mulher em situação de violência doméstica serão ilustrados pelas falas de gestores das políticas de assistência social, coordenadores das Políticas de Mulheres e profissionais que atuam em Centros de Referência de Mulheres, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS e Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS em municípios do Estado do Rio Grande do Sul.

    This article has the objective of highlighting the importance of sectoriality action in the prevention of violence against women through the articulation of different social actors concerned and committed to the reduction of the violence against women rates, and consequently with a more fair and equal society. These challenges in the articulation of the network of protection services for women in domestic violence are illustrated by the managers of the social welfare policies, coordinators of women´s policies and professionals that work in Reference Centers for Women, Reference Centers of Social Welfare (CRAS and Specialized Reference Center of Social Welfare (CREAS in municipalities of the State of Rio Grande do Sul.

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância da intersetorialidade na prevenção da violência contra a mulher através da articulação de diferentes atores sociais preocupados e comprometidos com a redução dos índices de violência contra a mulher e consequentemente com uma sociedade mais justa e equitativa. Estes desafios na articulação da rede de serviços de proteção à mulher em situação de violência dom

  5. Improvement of self-care behaviors after a nursing educational intervention with patients with heart failure Mejoramiento en los comportamientos de autocuidado después de una intervención educativa de enfermería con pacientes con falla cardíaca Melhoramento nos comportamentos de autocuidado depois de uma intervenção educativa de enfermagem com pacientes com falha cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edith Arredondo Holguín

    2012-07-01

    puntaje máximo posible de obtener en la escala es de 84, los pacientes tuvieron una mediana en los puntajes inicial y final de 40 y 53 (p Objetivo. Avaliar o melhoramento nos comportamentos de autocuidado depois de uma intervenção educativa de enfermagem em pacientes com Falha Cardíaca (FC. Metodologia. Participaram 29 pacientes de 30 e mais anos que assistiram em 2010 ao programa de saúde cardiovascular de uma instituição hospitalar de Medellín (Colômbia que assinaram o consentimento informado e receberam durante 9 meses uma intervenção educativa de enfermagem consistente em encontros educativos grupais, sessões de tele-enfermagem, visitas domiciliárias e cartilha de apoio. Aplicou-se a Escala de autocuidado de Artinian validada no meio, composta por 28 itens distribuídos em quatro dimensões (solicitação de ajuda, adaptação à doença e aderência aos tratamentos farmacológicos e não farmacol��gicos. Para a avaliação das mudanças nestes comportamentos se aplicou ao início e terminação do estudo. Resultados. Tendo em conta que a pontuação máximo possível de obter na escala é de 84, os pacientes tiveram uma média nas pontuações iniciais e finais de 40 e 53 (p < 0.05. As dimensões em que mais mudanças positivas se observaram foram os de solicitação de ajuda, adaptação à doença e aderência ao tratamento farmacológico; quanto à aderência ao tratamento não farmacológico há dois comportamentos que não tiveram mudanças favoráveis (redução no consumo de sal e medir a quantidade de urina eliminada. Conclusão. A intervenção educativa de enfermagem realizada em nosso estudo teve um efeito benéfico na maioria dos comportamentos de autocuidado avaliados nas pessoas com FC.

  6. Mulheres no jornalismo nipo-brasileiro. Discursos, identidade e trajetórias de vida de jornalistas

    OpenAIRE

    Cristina Miyuki Sato Mizumura

    2011-01-01

    Esta pesquisa discute a multiplicidade de discursos sobre a identidade das mulheres nikkeis no Brasil pela perspectiva do jornalismo produzido na comunidade de imigrantes japoneses e descendentes. Para a análise foram utilizados o suplemento Página Um, a revista Arigatô e o tablóide Japão Agora, por apresentarem reportagens em português que contrariaram alguns estereótipos da mulher japonesa e nikkei. Apesar de serem exceções ao discurso hegemônico que louvava a mulher nipônica abnegada e sub...

  7. Cuidado perioperatório e as estratégias de autocuidado: percepções de médicos residentes da cirurgia geral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthia Bocatti

    2015-12-01

    Full Text Available Este estudo objetivou analisar o significado do cuidado perioperatório para a equipe de residentes médicos da cirurgia geral de um hospital público do Paraná, assim como, as estratégias de autocuidado utilizadas pelos mesmos. Trata-se de pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, que utilizou a entrevista como instrumento de coleta de dados, buscando analisar os discursos de dez médicos residentes da equipe de cirurgia geral. Após análise dos dados, identificaram-se cinco categorias do fenômeno estudado: 1. Cuidados realizados junto ao paciente de cirurgia geral; 2. Participantes do cuidado; 3. Significado de cuidado; 4. Estratégias de autocuidado; e 5. Aprendizado do cuidado. O estudo evidenciou que, para os entrevistados, o cuidado envolve sentimentos e depende tanto de uma boa interação entre os membros da equipe multiprofissional, quanto de ações realizadas em prol do paciente. Além disso, evidenciou-se que quem cuida também necessita ser cuidado. Assim, outros profissionais e pessoas como amigos e membros da família, foram considerados importantes por oferecerem apoio, compreensão e incentivo.

  8. A Ligadura Tubária é Fator de Risco para a Redução da Densidade Mineral Óssea em Mulheres na Pós-menopausa?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zabaglia Silval Fernando Cardoso

    2001-01-01

    Full Text Available Objetivo: comparar a densidade mineral óssea de mulheres menopausadas com e sem o antecedente de laqueadura tubária e avaliar quais fatores nos dois grupos poderiam estar associados à densidade mineral óssea no fêmur e coluna lombar. Métodos: foram incluídas 70 pacientes em cada grupo, no ano de 1998, do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Universidade Estadual de Campinas. As mulheres responderam um questionário sobre características clínicas e reprodutivas e foram submetidas à densitometria óssea (Lunar DPX no fêmur e coluna lombar. Os dados foram analisados por meio dos testes t de Student, exato de Fisher, c² de Pearson, t com correção de Bonferroni e regressão múltipla. Resultados: a média etária das laqueadas foi de 53,2 anos e das não-laqueadas de 52,6 anos, com média da idade à menopausa de 48 anos, semelhante nos dois grupos. As médias de idade à cirurgia foi 33,7 anos, com tempo decorrido da cirurgia de 18 anos. A média da densidade mineral óssea para o fêmur e coluna lombar não apresentaram diferenças significativas entre os dois grupos. A distribuição percentual em categorias de T-score do fêmur e coluna lombar não mostrou diferenças significativas nos dois grupos. Na regressão múltipla, observou-se que a idade mostrou uma associação inversa e o índice de massa corporal uma associação direta com a densidade mineral óssea no fêmur. Para a coluna lombar, cor não-branca, paridade, idade à menopausa, escolaridade e índice de massa corporal mostraram uma associação direta e a idade à menarca uma associação inversa com a densidade mineral óssea. Conclusão: a laqueadura tubária não ocasionou redução na massa óssea em mulheres na pós-menopausa.

  9. Conhecimentos e sentimentos de mulheres que vivenciaram um processo de abortamento - doi:10.5020/18061230.2008.p144

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tereza Cristina Vidal Menezes

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar o conhecimento e sentimentos de mulheres diante da perda de seu filho por um processo de abortamento. Método: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado em uma maternidade-escola de Fortaleza-CE. Participaram dez mulheres, que estiveram internadas na maternidade após abortamento, induzido ou espontâneo. A coleta de dados foi realizada com uma entrevista semi-estruturada, tendo questões norteadoras relacionadas ao conhecimento e sentimentos das mulheres a partir da vivência de um processo de abortamento. Resultados: Foram entrevistadas dez mulheres, na faixa etária entre 22 e 39 anos, e destas, sete eram solteiras; seis possuíam o ensino médio e seis possuíam uma renda familiar superior a um salário mínimo. A partir dos dados obtidos percebeu-se um déficit de conhecimento acerca da definição e conseqüências do aborto, embora todas as entrevistadas o tenham provocado. Em relação aos sentimentos, as mulheres, ao saberem de sua gravidez, apresentaram vários sentimentos que se entrelaçam entre tristeza, medo, confusão e até mesmo alegria. Em relação ao arrependimento, 50% das mulheres se arrependeram do ato cometido, porém não tinham condições sócio-econômicas de criar e educar um filho, além de não terem apoio familiar nesta responsabilidade. Considerações Finais: Detectou-se que os sentimentos influenciaram as ações, mesmo que inconscientemente, das mulheres pesquisadas, que, ao saberem de sua gravidez, foram tomadas por vários sentimentos, porém, a decisão de abortar apresentou maior magnitude, baseada na realidade de suas vidas.

  10. Comportamento alimentar em mulheres portadoras de diabetes tipo 2 Eating behavior among type 2 diabetes women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Siqueira Péres

    2006-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer os pensamentos, sentimentos e comportamentos em relação à dieta de mulheres portadoras de diabetes tipo 2. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo exploratório, de natureza qualitativa. Foram entrevistadas oito mulheres portadoras de diabetes tipo 2 em uma Unidade Básica de Saúde do município de Ribeirão Preto, SP, em janeiro de 2003. Foi utilizada entrevista semi-estruturada para a coleta dos dados. O referencial teórico adotado foi a teoria das representações sociais. Os registros audiogravados e transcritos foram submetidos à análise temática de conteúdo. RESULTADOS: Os resultados evidenciaram dificuldade no seguimento da dieta prescrita, em função dos diversos significados associados, tais como a perda do prazer de comer e beber, da autonomia e da liberdade para se alimentar. Assim, seguir a dieta adquire caráter extremamente aversivo e cerceador, tendo representação de que realizá-la traz prejuízos à saúde. A freqüente ausência de sintomas foi citada como um dos aspectos que dificultam o seguimento da dieta. Outra dificuldade foi tocar, olhar e manipular os alimentos durante o seu preparo e não poder ingeri-los. Os alimentos doces despontaram como algo extremamente desejado. Transgressão e desejo alimentar estão igualmente presentes na vida das pessoas entrevistadas. Seguir o padrão dietético recomendado elicia tristeza, e o ato de comer, muitas vezes, vem acompanhado de medo, culpa e revolta. CONCLUSÕES: O comportamento alimentar da mulher portadora de diabetes tipo 2 é bastante complexo e precisa ser compreendido à luz dos aspectos psicológicos, biológicos, sociais, culturais, psicológicos e econômicos para maior eficácia das intervenções educativas.OBJECTIVE: To explore type 2 diabetes women's thoughts, feelings and behaviors concerning diet. METHODS: A descriptive, exploratory qualitative study was carried out among eight type 2 diabetes women from a primary health care unit

  11. O efeito Salieri: O sindicalismo perante as desigualdades entre mulheres e homens no emprego

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virgínia Ferreira

    2012-10-01

    Full Text Available Os actuais padrões de segregação sexual do mercado de trabalho são ainda, em parte, a expressão viva de práticas excludentes e segregadoras dos sindicatos desde o começo da revolução industrial. Estes padrões começaram a desenhar-se a partir da aceitação do pagamento de menores salários às mulheres. Só num segundo momento os sindicatos passaram a reivindicar a igualdade salarial entre mulheres e homens como forma de defesa do emprego masculino. Numa primeira parte do texto, dá-se conta de algumas destas práticas de fechamento dos sindicatos em Portugal. Numa segunda parte, referem-se as principais linhas de mudança das orientações do movimento sindical perante as desigualdades entre os sexos no mercado de trabalho e apontam-se algumas iniciativas no âmbito da promoção da igualdade entre mulheres e homens.

  12. Diabetes gestacional na perspectiva de mulheres grávidas hospitalizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Flávio Moura Araújo

    Full Text Available Estudo qualitativo fenomenológico, que teve como objetivo compreender o significado das experiências vivenciadas por mulheres com diabetes mellitus gestacional. Participaram 12 pacientes internadas em uma maternidade de Fortaleza-CE, Brasil, que manifestaram seus sentimentos e percepções por meio de entrevista aberta e desenhos. O material empírico foi transcrito na íntegra e, posteriormente, organizado e analisado pelo método fenomenológico. Os resultados evidenciaram dois temas: (1 Vivenciando experiências que trazem felicidade e bem-estar e (2 Vivenciando experiências que provocam sofrimento. Este estudo fenomenológico, ao possibilitar apreender a experiência das mulheres com diabetes mellitus gestacional, contribui para o planejamento e a implementação de programas de intervenção baseados em um modelo de saúde participativo, com vistas a priorizar os aspectos subjetivos envolvidos na gravidez de risco.

  13. Diabetes gestacional na perspectiva de mulheres grávidas hospitalizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Flávio Moura Araújo

    2013-04-01

    Full Text Available Estudo qualitativo fenomenológico, que teve como objetivo compreender o significado das experiências vivenciadas por mulheres com diabetes mellitus gestacional. Participaram 12 pacientes internadas em uma maternidade de Fortaleza-CE, Brasil, que manifestaram seus sentimentos e percepções por meio de entrevista aberta e desenhos. O material empírico foi transcrito na íntegra e, posteriormente, organizado e analisado pelo método fenomenológico. Os resultados evidenciaram dois temas: (1 Vivenciando experiências que trazem felicidade e bem-estar e (2 Vivenciando experiências que provocam sofrimento. Este estudo fenomenológico, ao possibilitar apreender a experiência das mulheres com diabetes mellitus gestacional, contribui para o planejamento e a implementação de programas de intervenção baseados em um modelo de saúde participativo, com vistas a priorizar os aspectos subjetivos envolvidos na gravidez de risco.

  14. Prevalência de hipertensão arterial sistêmica e fatores associados em homens e mulheres residentes em municípios da Amazônia Legal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elcimary Cristina Silva

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO: Introdução: A hipertensão arterial sistêmica é um importante problema de saúde pública devido à sua alta prevalência, baixas taxas de controle e causa de morbidade e mortalidade cardiovascular. Objetivo: Analisar a prevalência de hipertensão arterial sistêmica e fatores associados em homens e mulheres residentes em municípios da Amazônia Legal. Métodos: No estudo transversal de base populacional conduzido com 1.296 adultos de ambos os sexos foram coletados dados sociodemográficos, estilo de vida, antropométricos e pressão arterial, sendo considerados hipertensos os que apresentaram pressão arterial ≥ 140/90 mmHg e/ou os que referiram uso de drogas anti-hipertensivas. As análises estatísticas foram feitas no módulo survey do programa Stata versão 11.0. Resultados: A prevalência da hipertensão arterial sistêmica foi de 22,3%. Após ajustes, as variáveis que se associaram à hipertensão nos homens foram a idade de 30 a 39 anos (RP ajustada = 2,69; IC95% 1,49 - 4,86, 40 a 49 anos (RP ajustada = 3,28; IC95% 1,82 - 5,93 e 50 a 59 anos (RP ajustada = 4,80; IC95% 2,63 - 8,76, sobrepeso (RP ajustada = 1,97; IC95% 1,39 - 2,78, obesidade (RP ajustada = 3,32; IC95% 2,32 - 4,75 e ser natural da região Norte ou Nordeste (RP ajustada = 0,31; IC95% 0,18 - 0,59. Entre as mulheres, associaram à hipertensão a idade de 40 a 49 anos (RP ajustada = 3,41; IC95% 1,91 - 6,07 e 50 a 59 anos (RP ajustada = 7,29; IC95% 4,07 - 13,07; o consumo de vinho (RP ajustada = 0,31; IC95% 0,10 - 0,97 e obesidade (RP ajustada = 2,39; IC95% 1,65 - 3,45. Conclusão: A hipertensão arterial associou-se independentemente com a idade, estado nutricional e naturalidade nos homens. E nas mulheres com a idade, estado nutricional e tipo de bebida alcoólica.

  15. Efeitos da prática de exercício físico nas dimensões físicas e psicológicas em mulheres brasileiras: perspectivas transversais e longitudinais

    OpenAIRE

    Mendonça, Rosa Maria Soares Costa de

    2015-01-01

    Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto O presente estudo teve como objetivo central, analisar os efeitos da prática de diferentes tipos de exercício físico (treino de força, dança e hidroginástica) nas dimensões físicas e psicológicas de mulheres brasileiras durante 16 semanas. Desenvolveu-se quatro estudos entre 2011 – 2013. O primeiro e único, de natureza transversal, constituiu-se de uma amostra de 66 mulheres ativas e sedentárias com idades entre 18-56 anos. A amostra...

  16. Alterações na audiometria de tronco encefálico em mulheres adultas com hipotireoidismo subclínico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Figueiredo Lília Cristiane M. S.

    2003-01-01

    Full Text Available A correlação entre perda auditiva e distúrbios adquiridos da glândula tireóide tem sido tema de interesse há muito tempo na Medicina. Diversos trabalhos foram dedicados à investigação audiológica de pacientes com hipotireoidismo, mas poucos autores abordaram a forma subclínica desta doença utilizando a audiometria de tronco encefálico (ABR. OBJETIVO: Avaliar se ocorrem ou não alterações na ABR em mulheres normoacúsicas com hipotireoidismo subclínico não tratado quando comparadas a mulheres sem doença endócrina. DESENHO DO ESTUDO: Prospectivo clínico. MATERIAL E MÉTODO: Uma série de 16 pacientes foi analisada com ABR e seus resultados foram relacionados aos do grupo-controle análogo em sexo e idade. RESULTADOS: Houve diferença significativa (p<0,05 nas médias das latências absolutas das ondas III (p=0,039 e V (p=0,006 e dos intervalos interpicos I-III (p=0,017, III-V (p=0,044 e I-V (p=0,002 entre os dois grupos, mostrando que as medidas destas latências foram significativamente maiores no grupo do hipotireoidismo. CONCLUSÃO: Na condição de hipotireoidismo subclínico, antes mesmo de haver qualquer anormalidade nos limiares psicoacústicos, já poderá ser observado comprometimento na condução nervosa ao longo das vias auditivas no tronco encefálico, como demonstrado pela avaliação com ABR.

  17. Violência contra a mulher e a Lei Maria da Penha

    OpenAIRE

    Ingnácio Duarte, Jozi Rubia; Univesidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina; Duarte Pinheiro, Ana Claudia; UEL; Lobo Muniz, Deborah Lídia; UEL; Brun, Simone; UEL

    2009-01-01

    O presente artigo tem como objetivo adentrar no campo jurídico da defesa da mulher brasileira, contra a violência dos mais variados tipos que ela vem sofrendo com o passar dos tempos, analisa a legislação vigente bem como as práticas jurídicas em defesa da mulher e o impacto da lei Maria da Penha. This article aims to enter the field of legal defense of Brazilian women, against violence of all kinds which it has suffered over time, analyzes the current legislation and legal practices in fa...

  18. Dificuldades para obter informações da população de mulheres sobre aborto ilegal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osis Maria José D.

    1996-01-01

    Full Text Available Qualquer tentativa de se investigar a prática de abortos ilegais deve lidar com o problema de estar perguntando às mulheres acerca de um tema delicado, sensível, com implicações múltiplas, o que leva a dificuldades para se obter informações verazes. O estudo realizado enfoca principalmente aspectos metodológicos de uma pesquisa realizada junto a uma população de mulheres de 15 a 49 anos de idade, com o objetivo de verificar a freqüência e as condições em que era feito o aborto provocado em uma região do Estado de São Paulo (Brasil. Foram entrevistadas, em seus domicílios, 1.955 mulheres. Utilizou-se um questionário estruturado e pré-testado. A maioria das entrevistadas declarou nunca ter abortado nem pensado em fazê-lo, enquanto 4% referiram alguma vez ter feito aborto; 16,7% disseram que, pelo menos uma vez, tomaram chá/remédio para menstruar. Entre as que acreditaram estar grávidas na ocasião, a maioria informou nunca ter abortado, apesar de terem menstruado quando ingeriram chá/remédio. Os resultados permitiram concluir que as mulheres tendem a omitir a informação sobre a prática de aborto quando perguntadas diretamente sobre isso. Especialmente aquelas que o induzem por ingestão de substâncias parecem não reconhecer esse ato como sendo uma forma de interromper a gestação.

  19. Impacto da violência no sistema familiar de mulheres vítimas de agressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cláudia Wendt dos Santos

    Full Text Available Esta pesquisa objetivou caracterizar o impacto da violência na dinâmica relacional familiar, assim como sua transgeracionalidade, em famílias de mulheres que sofreram agressão física. O estudo foi de natureza exploratório-descritiva e adotou a metodologia qualitativa. As participantes foram 10 mulheres que sofreram violência física e que prestaram queixa em uma Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. A coleta de dados foi realizada através de entrevista semiestruturada, que subsidiou a construção do genograma familiar. Para a análise dos dados, foram utilizados a teoria fundamentada empiricamente (Grounded Theory e o software Atlas/ti 5.0. Constatou-se um conjunto de justificativas das participantes para terem permanecido ao lado dos agressores, apesar de terem sofrido outras situações de violência e o impacto da violência em crianças e adolescentes que viviam próximos a elas. Com a construção do genograma, evidenciou-se a transgeracionalidade da violência, sendo que os integrantes de suas famílias de origem apresentaram um padrão de relação familiar semelhante ao delas. Compreende-se que os resultados deste estudo reforçam as relações de gênero e a transgeracionalidade da violência como pontos importantes a serem considerados no momento de pensar e implementar pesquisas, ações e políticas referentes às mulheres em situação de violência.

  20. Taxa de detecção do papilomavírus humano pela captura híbrida II, em mulheres com neoplasia intra-epitelial cervical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Borges Sonia Cristina Vidigal

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a taxa de detecção do papilomavírus humano (HPV de alto risco oncogênico em pacientes portadoras de neoplasia intra-epitelial cervical (NIC e verificar se existe associação entre a presença do vírus e a carga viral com a gravidade da lesão cervical, assim como qual o melhor ponto de corte para predizer a gravidade desta lesão. MÉTODOS: estudo de corte transversal, no qual foram selecionadas 110 mulheres com citologia e/ou biópsia com diagnóstico de NIC. Todas foram submetidas à coleta de nova citologia oncológica, captura híbrida II (CH II, colposcopia e conização pela cirurgia de alta freqüência com alça. RESULTADOS: a taxa global de detecção do HPV de alto risco oncogênico na população estudada foi de 77,3%. À avaliação histopatológica, 81 (73,7% mulheres apresentavam NIC e, nestas mulheres, a taxa de detecção do DNA-HPV foi de 87,6%, sendo de 85,9% nas mulheres com NIC 2 ou 3. A CH II apresentou sensibilidade de 87,7%, especificidade de 56%, valor preditivo positivo de 86,6% e valor preditivo negativo de 58,3%, com odds ratio (OR de 7,76 (2,47 < OR < 25,15 no diagnóstico de NIC 2 ou 3. Com ponto de corte de carga viral de 20 pg/mL, selecionado a partir da curva ROC, o valor preditivo positivo da CH II no diagnóstico da NIC 2 ou 3, na população estudada, foi de 81,3%. CONCLUSÕES: a taxa de detecção do DNA-HPV nas pacientes portadoras de NIC foi de 77,3% e, em mulheres com NIC 2 e 3, foi de 85,9%. O melhor ponto de corte da carga viral para a predição da lesão cervical de alto grau foi de 20 pg/mL. Acima deste ponto a probabilidade de detecção do HPV de alto risco oncogênico é maior que 80%.

  1. Auto-estima de mulheres hipertensas que vivenciam o climatério - doi:10.5020/18061230.2004.p31

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Sousa Araújo Santos

    2012-01-01

    Full Text Available O estudo analisou a auto-estima de mulheres hipertensas que vivenciam o climatério. A pesquisa constituiu de estudo descritivo e foi realizada em ambulatório de uma instituição pública de saúde, de referência para o norte e nordeste no atendimento às doenças do coração e do pulmão; situada no município de Fortaleza-CE. Participaram do estudo 20 mulheres hipertensas na faixa etária de 45 a 55 anos. Os dados foram coletados por meio de entrevista,e classificados em categorias, de acordo com as fontes de auto-estima propostas por Brander (1995. A análise portou-se no referencial teórico da auto-estima. As falas foram organizadas e analisadas em 6 categorias: atitude de viver conscientemente, atitude de auto-aceitação; atitude de auto-responsabilidade; atitude de auto-afirmação; atitude de intencionalidade; e atitude de integridade pessoal. As mulheres apresentavam autoestima baixa, em decorrência dos fatores externos e interno. Entre os fatores externos identificouse: baixo poder aquisitivo, dependência econômica e baixa escolaridade; que constituíram barreiras para a realização de seus objetivos. Quanto aos internos, o único que abalou a auto-estima foi a mudança física inerente à fase do ciclo vital em que se encontravam. Estes resultados poderão subsidiar o planejamento da assistência de enfermagem à mulher hipertensa no climatério.

  2. Triste e Incompleta: Uma Visão Feminina da Mulher Infértil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Trindade Zeidi Araujo

    2002-01-01

    Full Text Available Este artigo relata resultados de uma pesquisa que teve como objetivo investigar as representações sociais da infertilidade feminina, entre mulheres de diferentes estratos sociais. Foram entrevistadas 180 mulheres, com idade variando entre 18 e 40 anos, sendo 90 moradoras de bairros populares, e 90 moradoras de dois bairros considerados de classe-média. Cada grupo foi dividido em 3 subgrupos: a 30 mulheres casadas, com pelo menos um filho biológico; b 30 mulheres casadas há pelo menos 1 ano, sem filhos; c 30 mulheres solteiras, sem filhos. Para a coleta de dados utilizou-se a técnica de associação livre, tendo como expressão geradora "mulher que não pode ter filhos", além de perguntas específicas sobre a temática de interesse. Os dados mostraram como principais elementos do campo representacional tristeza, incompleta, frustração, cobrança dos outros, solidão, pessoa inferior, adoção, busca de soluções e não é problema, confirmando a permanência da concepção da infertilidade como uma condição estigmatizante para a mulher.

  3. Diagnóstico de HPV anal em mulheres com NIC: prevenção de câncer do ânus? Anal HPV diagnosis in women with NIC: anal cancer prevention?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Capobiango

    2009-12-01

    Full Text Available Os objetivos deste estudo foram avaliar a frequência de HPV anal em pacientes com neoplasia intraepitelial cervical (NIC, verificar a concordância entre os subtipos encontrados nos dois locais e investigar os fatores que influenciaram a ocorrência de HPV anal em mulheres com NIC sem evidências clínicas de imunodepressão. Foram avaliadas 52 mulheres com idades entre 16 e 72 anos e diagnóstico de neoplasia intraepitelial cervical graus I, II e III. A identificação do DNA (ácido desoxirribonucleico do HPV e de sete subtipos dos vírus foi realizada por meio da reação em cadeia da polimerase (PCR em material colhido no ânus e colo uterino. Foram pesquisados fatores que poderiam contribuir para a infecção anal, como paridade, número de parceiros, tabagismo, manipulação e coito anal e o tipo de doença ginecológica. Das 52 mulheres, foi diagnosticado HPV na região anal em 25 (48%, das quais 23 (44% também apresentavam HPV no colo uterino - resultado significativo para existência do HPV em portadoras de NIC. Em 16 (31% o HPV foi diagnosticado somente no colo uterino e em 11 (21% não foi identificado em colo ou ânus. Houve associação significativa nas variáveis paridade (p=0,02 e número de parceiros (p=0,04. Concluiu-se que: as mulheres com HPV genital têm mais probabilidade de serem acometidas por HPV anal; não há concordância unânime entre os subtipos do HPV do colo do útero e do ânus e a paridade e o número de parceiros contribuem para aumentar a incidência de HPV anal nas mulheres sem imunodeficiência e com HPV cervical.This study aims were to assess the frequency of HPV anal infection in patients with cervical intra-epithelial neoplasia (CIN, to find out the relation between the found subtypes, when present in both regions, and investigate factors that influenced the occurrence of anal HPV in women with CIN. Fifty two women with age between 16 and 72 years and cervical intra-epithelial neoplasia (CIN diagnosis

  4. Atuação da enfermagem no autocuidado e reabilitação de pacientes que sofreram Acidente Vascular Encefálico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cristina Lessmann

    2011-02-01

    Full Text Available Quando o cérebro sofre alterações vasculares podem ocorrer sérias sequelas motoras, sensoriais e na percepção. Nesta perspectiva o estudo objetiva relatar/ compartilhar assistência de Enfermagem ao indivíduo acometido pelo Acidente Vascular Encefálico enfatizando a reabilitação e o autocuidado baseado em Orem. Trata-se de relato de experiência de prática assistencial, realizada de maio a julho de 2006, com 15 indivíduos e seus familiares, em um centro de reabilitação da região sul do Brasil. O cuidado de Enfermagem integral ocorre com atividades de estimulação sensitiva, motora, controle postural, amplitude de movimentos e treino de marcha, sempre acompanhados por ações de educação em saúde. Estas habilidades conferem aos enfermeiros capacidades de atuação proporcionando a redução de danos e incapacidades

  5. Gestantes/puérperas com hiv/aids: conhecendo os déficits e os fatores que contribuem no engajamento para o autocuidado Gestantes/puérperas con el vih/sida: conociendo los déficits y los factores que contribuyen para el compromiso con el autocuidado Pregnant women/mothers with newborns with hiv/aids: understanding the deficits and factors that contribute to engaging in self-care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia Maria Scherer

    2009-06-01

    Full Text Available Trata-se uma pesquisa qualitativa do tipo exploratório-descritiva cujo objetivo foi conhecer os déficits de autocuidado de gestantes/puérperas com HIV/AIDS e os fatores que influenciam no engajamento para o autocuidado. O estudo foi realizado com dez gestantes/puérperas com HIV que utilizam um serviço especializado em DST/AIDS no Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de um grupo focal e entrevistas individuais, com um roteiro semiestruturado. Após análise dos dados, utilizando-se a análise de conteúdo, chegou-se aos seguintes resultados: as gestantes/puérperas com HIV apresentam déficits de autocuidado relacionados com a alimentação, ingesta hídrica, sono e repouso, vida sexual, lazer e recreação e interação social. Convivem tanto com fatores que contribuem para o engajamento no autocuidado quanto com fatores que o dificultam. Embora com dificuldades, as gestantes/puérperas têm conseguido sobreviver ao isolamento e ao preconceito graças ao apoio familiar e da equipe de saúde, em especial das enfermeiras.Se trata de una investigación de carácter cualitativo, exploratoria descriptiva, cuyo objetivo fue conocer las faltas con el autocuidado de las gestantes/puérperas con VIH/SIDA, así como los factores que contribuyen para su compromiso con ese autocuidado. El estudio fue realizado con diez gestantes/puérperas con VIH/SIDA que utilizaron un servicio especializado en DST/SIDA, en el Estado de Rio Grande do Sul Brasil. Los datos fueron colectados a través de sesiones de grupo, y también por medio de entrevistas individuales con un esquema parcialmente elaborado. Después de realizar el análisis de los datos, utilizando para ello el análisis del contenido, se obtuvieron los siguientes resultados: las gestantes/puérperas con VIH presentan dificultades en el autocuidado que están relacionadas con la alimentación, la ingestión de líquidos, sueño y descanso, vida sexual, ocio, recreación, e integraci

  6. Repercussão da violência na mulher e suas formas de enfrentamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cláudia Wendt dos Santos

    2011-08-01

    Full Text Available A violência contra a mulher é um tema complexo pela multideterminação de elementos de análises que nela convergem. Esta pesquisa objetivou caracterizar a repercussão da violência na mulher e suas formas de enfrentamento. O estudo foi exploratório-descritivo e adotou a metodologia qualitativa, sendo as participantes 10 mulheres agredidas que prestaram queixa em uma Delegacia da Mulher. A coleta de dados realizou-se por meio de entrevista semiestruturada, e para a análise dos dados utilizaram-se o software Atlas/ti 5.0 e a Teoria Fundamentada Empiricamente. Identificou-se a repercussão da violência na mulher por meio da insônia, da instabilidade emocional, da ideação suicida, do isolamento social e das estratégias de enfrentamento que foram focados no diálogo com amigos, familiares e colegas de trabalho; na busca de encontros sociais e no uso de medidas, tais como: tentativa de separação, saída de casa e denúncia. Considera-se que os dados obtidos subsidiam e qualificam intervenções e o atendimento de mulheres agredidas.

  7. Conhecimento das estudantes universitárias da área da saúde sobre câncer de mama em mulheres The knowledge of health sciences undergraduate female students regarding women breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli Aparecida Rocha Souza

    2016-04-01

    Full Text Available Objetivo: Caracterizar o conhecimento de estudantes universitárias da área da saúde sobre  câncer de mama em mulheres, considerando que é uma das doença que mais acomete a mulher. Método:Pesquisa qualitativa descritiva, com 11 estudantes universitárias dos cursos de enfermagem e medicina, em uma Universidade pública do Paraná, entre abril e junho de 2012. A análise dos dados foi feita segundo os 6 passos sugeridos por Jonh W. Creswell e o referencial de Edgar Morin sobre o conhecimento e suas dimensões: a dimensão contexto, global, multidimensional e a dimensão complexo. Conclusão:O conhecimento sobre câncer de mama, vai além do conjunto de informações que o envolve,implantação de políticas públicas e programas específicos, mas também refere-se ao envolvimento e sensibilização dos profissionais que irão atuar nessa aréa.Descritores:Enfermagem; Câncer de mama; Saúde da mulher; Estudantes. Conhecimento.

  8. Mulheres com gravidez de maior risco: vivências e percepções de necessidades e cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela do Carmo Oliveira

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Compreender vivências e percepções de mulheres com gestação de maior risco, relativas aos problemas/necessidades de saúde e práticas de cuidado. Métodos: Estudo descritivo-qualitativo, realizado em Cuiabá, Mato Grosso, com 12 mulheres em acompanhamento pré-natal em um serviço público especializado, por meio de entrevista semiestruturada e análise de conteúdo temática. Resultados: As participantes expressam a vivência de importantes eventos não médicos, que influem em sua saúde, como desinformação, medos, preocupações, desorganização da vida cotidiana e familiar, carências financeiras, e outras. Contudo, para o pré-natal, avalizam cuidados orientados pela perspectiva de risco, de controle dos problemas médicos. Reportam-se à necessidade de cuidados amplos, mas, para isso, buscam suporte na família e rede social comunitária de apoio. Conclusão: A compreensão das vivências e dos pontos de vista das mulheres grávidas é imprescindível à construção de ações pré-natais que respondam a necessidades de cuidados abrangentes.

  9. Saúde da mulher no jornalismo impresso de países lusófonos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edison Capp

    2013-12-01

    Full Text Available A cobertura de tópicos de saúde tem capacidade para afetar as agendas públicas e estimular ações políticas. O Jornalismo assume importante função em influenciar a definição das prioridades de saúde, bem como em disseminar as novas descobertas científicas para o público. Em relação à saúde da mulher, há poucos estudos nacionais sobre o tema, a partir dos meios de comunicação. Este trabalho tem como objetivo verificar como são tratados assuntos como abortamento, contracepção, doenças sexualmente transmissíveis, menopausa e ciclo menstrual, em relação à saúde da mulher, em jornais impressos brasileiros, angolanos e portugueses. Foi realizado um estudo transversal. Durante os meses de janeiro e fevereiro de 2013, foram levantadas todas as edições do Jornal de Angola (Angola, da Folha de São Paulo (Brasil e do Diário de Notícias (Portugal. Notícias foram buscadas sobre quatro temas específicos em torno da saúde da mulher: abortamento, contracepção, ciclo menstrual/menopausa e doenças sexualmente transmissíveis. Nos meses estudados, estes tópicos foram apresentados diversamente nos três jornais. As diferenças foram devidas aos distintos fatos que geraram notícias para cada jornal. Foi, todavia, comum a todos, a publicação pontual dos temas, a pouca profundidade na abordagem e a perda da oportunidade de difusão de informações.

  10. Behavior assessment of women attending a sexually transmitted disease clinic in Vitória, Brazil Práticas comportamentais em mulheres atendidas em clínica de doenças sexualmente transmissíveis em Vitória, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angelica Espinosa Miranda

    2012-04-01

    Full Text Available BACKGROUND: Studies about sexual risk behaviors can provide information to support design strategies to control the spread of HIV infection. OBJECTIVE: To assess sexual risk behaviors among women attending a sexually transmitted diseases clinic in Vitória, Brazil. METHODS: A cross-sectional study was performed among women attending an STD/AIDS reference center. Enrolled participants were interviewed and provided a blood sample to determine HIV status. RESULTS: A total of 276 women participated. among 284 selected; 109 (39.5% were HIV-positive and 167 (60.5% HIV-negative. Median age was 31 years (interquartile range (IQR24-36 and 69% of women were between 18 and 34 years of age. Women reported high access to information about STD (87% and AIDS (90% but information about sexuality was less common (55%. HIV-positive women asked their partners to use condoms more often than HIV-negatives (31% vs. 5%, p=0.02, and were more likely to have used a condom at last intercourse (65% vs. 33%, pFUNDAMENTOS: Estudos sobre comportamentos sexuais de risco fornecem informações para programar estratégias para o controle da expansão da infecção pelo HIV/AIDS. OBJETIVO: Avaliar os comportamentos de risco sexual entre mulheres atendidas em clínica de doenças sexualmente transmissíveis em Vitória, Brazil. MÉTODOS: Estudo de corte-transversal foi realizado com mulheres atendidas no Centro de Referência para DST/Aids. As pacientes selecionadas foram entrevistadas e autorizaram a coleta de uma amostra de sangue para determinar sorologia para HIV. RESULTADOS: Um total de 276 mulheres participou, entre as 284 selecionadas; 109 (39,5% eram HIV-positivas e 167 (60,5% HIV-negativas. A mediana de idade foi 31 anos (distância interquartil 24-36 e 69% das mulheres tinham entre 18 e 34 anos de idade. As mulheres relataram alto grau de acesso a informações sobre doenças sexualmente transmissíveis (87% e Aids (90%, mas as informações sobre saúde sexual foram

  11. Histórias de resistência de mulheres negras Resistance stories of African-Brazilian women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Nazareth Meneghel

    2005-12-01

    Full Text Available Esta é uma pesquisa intervenção na qual foram usadas oficinas de narrativas de histórias como dispositivo para estimular o empoderamento de mulheres. Essas oficinas, que contaram com a participação de dez mulheres em situação de violência de gênero, foram realizadas na sede da organização não-governamental Maria Mulher, situada na Vila Cruzeiro do Sul, no município de Porto Alegre. A partir de oficinas de narrativas de histórias em que se tematizaram histórias do feminino, especialmente afro-brasileiras, a pesquisa teve como objetivo principal compreender o que acontece com as mulheres que sofreram ou sofrem violência. Realizadas em cinco encontros nos quais as mulheres contaram e ouviram histórias e participaram de vivências, as oficinas oportunizaram espaço para narrar, ouvir e ritualizar as histórias das orixás e ressignificar as vidas a partir dessas vivências. Essa intervenção operou com as subjetividades das mulheres que fizeram parte da pesquisa e mostrou-se capaz de fortalecer algumas delas. A experiência constituiu um dispositivo de estímulo ao empoderamento das mulheres e contribuiu para o resgate da memória individual e coletiva desse grupo.This study consists of an intervention using narrative workshops as a device to stimulate the empowerment of women. Ten women, victims of gender violence, took part in a workshop developed by non-governmental organization for African-Brazilian women Maria Mulher, which gives assistance to women living in Vila Cruzeiro do Sul, in the city of Porto Alegre. The main objective of the research was to debate questions related to gender and violence, making use of stories and histories related to the feminine, specifically African-Brazilian stories. Five meetings were held, where the women told and were told stories, took part in group discussions, experiences and rituals. The workshops gave those women a space where they could tell and hear stories, take part in the rituals of

  12. Oficinas educativas sobre o autocuidado de pacientes com diabetes mellitus em uma unidade de saúde atendida pelo “Programa Mais Médicos” no Brasil: relato de experiência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Penha de Oliveira SANTOS

    2015-12-01

    Full Text Available As doenças crônicas, como a Diabetes Mellitus, é um dos agravos à saúde que mais demandam por ações de educação em saúde, como o autocontrole dos níveis de glicose, a prática de atividade física e a dieta alimentar, sendo, estas, instrumentos fundamentais para o seu controle. Neste estudo, objetiva-se relatar a experiência de educação à saúde oferecida por meio de oficinas educativas para pessoas com diagnostico de Diabetes Mellitus e com dificuldades para alcançar a meta glicêmica em seu tratamento. Foi utilizada metodologia participativa e técnicas lúdicas, envolvendo a participação de 50 usuários com diabetes e cadastrados na Unidade Básica de Saúde de Ipuca, a qual é uma das unidades inscritas no Programa Mais Médicos, no município de São Fidelis, no período de dois anos. A metodologia participativa valorizou o conhecimento prévio dos participantes em relação à fisiopatologia, dieta e atividade física e a co-responsabilidades frente ao autocuidado. A oficina mostrou-se como espaço de reflexão e debate sobre a adoção de hábitos saudáveis¬, demonstrando que as vivências e as experiências em se trabalhar de forma conjunta profissionais de saúde e pacientes, auxiliam na redução da mortalidade por diabetes e na melhoria da qualidade de vida e o melhor cuidado do usuário e da comunidade.

  13. Largada pelo marido! O estigma vivido por mulheres em Tianguá-CE ¡Dejada por el marido! El estigma vivido por mujeres en Tianguá-Ce Abandoned by her husband! The stigma confronted by women in Tianguá-Ce

    OpenAIRE

    Virginia Moreira; Dilcio Guedes

    2007-01-01

    Este artigo descreve um estudo sobre a vivência de rompimento do casamento de mulheres deixadas por seus maridos. Teve como objetivo compreender como mulheres de Tianguá - CE - Brasil vivenciavam a ruptura da relação, descrevendo os fatores reconhecidos como agentes do rompimento da relação amorosa. A partir da experiência vivida morando em Tianguá, nossa hipótese era que essas mulheres vivenciavam o rompimento como uma experiência estigmatizada de desestruturação de sua vida pessoal. Utiliza...

  14. Alimentação e codificação social. Mulheres, cozinha e estatuto

    OpenAIRE

    Perez,Rosa Maria

    2012-01-01

    Este artigo tem como base um trabalho etnográfico de longa duração realizado na Índia rural (Gujarate) com um grupo de mulheres Dalit (termo pelo qual são designados os "antigos" intocáveis da Índia) e, por extensão, mulheres de outros grupos sociais. Pretendo analisar a forma como a produção, distribuição e confecção de alimentos funcionam simultaneamente como formas de segregação feminina e de afirmação de poder por parte das mulheres, sobretudo em situações ligadas à fecundidade.This artic...

  15. Saúde sexual de mulheres com estomia na perspectiva da teoria de Nola Pender

    OpenAIRE

    Vilma Villar Martins

    2013-01-01

    O objeto deste estudo são as repercussões do estoma intestinal por Câncer na promoção da saúde sexual de mulheres. A investigação sobre a promoção da saúde sexual da mulher com estoma torna-se instigante frente à condição imposta pela cirurgia, em interface com os constructos sócio-histórico-culturais relacionados aos papéis sociais, os quais podem influenciar na forma como as mulheres promovem sua saúde sexual. Esta pesquisa teve por objetivos: conhecer os aspectos biológicos, psicológicos e...

  16. Mulheres e homens: diferentes também na percepção das notas musicais?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jandilson Avelino da Silva

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção das notas musicais RÉ, FÁ, e LÁ em adultos jovens. Participaram do estudo 20 homens e 20 mulheres de 18 a 29 anos, saudáveis, não músicos e não usuários de fármacos ou outras substâncias tóxicas. Realizou-se um teste de discriminação de notas musicais com escolha forçada entre duas alternativas, por meio do qual os participantes escolheram um estímulo previamente apresentado. Comparou-se a frequência de acertos na discriminação das notas musicais em relação ao sexo dos participantes. Encontraram-se diferenças estatisticamente significantes na nota musical Fá, sendo que os homens apresentaram maior quantidade de acertos que as mulheres. Esses resultados encontrados sugerem diferença na percepção das notas musicais para mulheres e homens.

  17. Avaliação do índice de massa corpórea em mulheres atendidas em ambulatório geral de ginecologia Evaluation of body mass index of women from an outpatient gynecological general clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlete Maria dos Santos Fernandes

    2005-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a freqüência de sobrepeso, obesidade e fatores associados entre mulheres de ambulatório de ginecologia geral em hospital secundário de referência. MÉTODOS: as variáveis estudadas foram idade, raça, escolaridade, renda familiar, trabalho com renda exercido pela mulher, tipo de trabalho da mulher, companheiro atual, característica do ciclo menstrual no momento da entrevista e índice de massa corpórea (IMC. Para análise as mulheres foram distribuídas em três grupos conforme o valor de IMC: 30 kg/m² (obesidade. Para os grupos de sobrepeso e obesidade foram calculados odds ratio e respectivo intervalo de confiança a 95% (IC 95% em cada variável, e posteriormente calculado OR ajustado. RESULTADOS: das 676 mulheres incluídas, 89,8% tinham até 8 anos de escolaridade, 83,0% tinham companheiro, 77,6% eram brancas, 61,4% referiram renda de até cinco salários mínimos e 36,0% estavam menopausadas. A freqüência de sobrepeso foi 35,6% e de obesidade 24,3%. O sobrepeso foi associado à faixa etária de 50-59 anos (OR: 3,22; IC 95%: 1,67-6,20 e à menopausa (OR: 1,52; IC 95%: 1,03-2,26; a obesidade foi associada à menopausa (OR: 2,57; IC 95%: 1,66-4,00 e às faixas etárias maiores de 40 anos (OR: 2,95; IC 95%: 1,37-6,37. Após análise de regressão múltipla, a obesidade manteve-se associada às faixas etárias de mais de 40 anos (OR: 2,51; IC 95%: 1,05-6,00. CONCLUSÕES: nesta amostra de mulheres com baixa escolaridade e nível socioeconômico, a prevalência de sobrepeso e obesidade foi alta. A obesidade foi associada a mulheres com mais de 40 anos. Esforços devem ser realizados para diminuir a freqüência de sobrepeso e obesidade entre mulheres.PURPOSE: to determine the prevalence of overweight, obesity, and associated factors among women who visited a general gynecologic clinic in a secondary hospital of reference. METHODS: the following variables were studied: age, race, educational level, family income, job

  18. Associação entre o nível de atividade física e a área de gordura visceral em mulheres pós-menopáusicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Penas Seara Pitanga

    2014-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O aumento da gordura visceral abdominal está associado à redução dos níveis de atividade física habitual e gera na mulher pós-menopáusica, o surgimento da doença da inatividade física, caracterizada pela manifestação de um conjunto de patologias, entre as quais se incluem diabetes mellitus do tipo 2 e doenças cardiovasculares. Por outro lado, a atividade física regular parece ter impacto significativo na prevenção tanto da gordura intra-abdominal quanto das complicações metabólicas e cardiovasculares.OBJETIVO: Verificar a associação entre a caminhada e a atividade física de moderada intensidade com a área de gordura intra-abdominal em mulheres pós-menopáusicas.MÉTODOS: A amostra foi composta por 239 mulheres com média de idade de 57,4 ± 6,6 anos participantes do programa "Menopausa em Forma". Para análise da atividade física foi utilizado o IPAQ versão longa. Consideraram-se os valores de 1.601 kcal/semana na caminhada e 2.283 kcal/semana na atividade física de moderada intensidade como suficientes para prevenção do excesso de gordura intra-abdominal. Utilizou-se a análise de regressão logística para estimar a odds ratio (OR, com intervalo de confiança de 95%.RESULTADOS: Após análise multivariada observou-se que a caminhada ofereceu proteção contra o excesso de gordura intra-abdominal, principalmente nas mulheres com períodos menstruais regulares, OR = 0,22 (0,08-0,62 e que não fazem reposição hormonal, OR = 0,05 (0,01-0,49. Já o nível de atividade física de intensidade moderada ofereceu proteção contra a gordura intra-abdominal independentemente da reposição hormonal ou dos períodos menstruais regulares, OR = 0,37 (0,14-0,66.CONCLUSÃO: A caminhada e principalmente o nível de atividade física de moderada intensidade podem ser importantes para prevenção do excesso de gordura intra-abdominal e suas complicações metabólicas e cardiovasculares em mulheres pós-menopaúsicas.

  19. Estudo comparativo entre cirurgia de revascularização miocárdica com e sem circulação extracorpórea em mulheres Comparative study between on-pump and off-pump coronary artery bypass graft in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michel Pompeu Barros de Oliveira Sá

    2010-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Tem sido bem documentado que mulheres têm taxas de morbimortalidade mais altas que homens submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica (CRM. Em vista desta evidência, é necessário saber se há benefício da CRM sem circulação extracorpórea (CEC em comparação à CRM com CEC. OBJETIVOS: Comparar desfechos de morbimortalidade entre CRM sem CEC e CRM com CEC. MÉTODOS: Estudo retrospectivo. Nossa investigação analisa comparativamente o perfil clínico, 13 complicações relativas ao procedimento e mortalidade de uma população de 941 mulheres submetidas à CRM (549 sem CEC e 392 com CEC em dois hospitais, no período de janeiro de 2000 a dezembro de 2005. RESULTADOS: A taxa de mortalidade em mulheres submetidas à CRM sem CEC é menor que mulheres submetidas à CRM com CEC, entretanto, a diferença não é estatisticamente significativa (3,1% vs. 5,3%; P=0,134. As taxas de complicações analisadas (choque hemorrágico, neurológicas, respiratórias, insuficiência renal aguda, síndrome da angústia respiratória do adulto, septicemia, pneumonia, fibrilação atrial foram menores (diferença estatisticamente significativa em mulheres do grupo CRM sem CEC em comparação ao grupo CRM com CEC, com exceção das complicações baixo débito cardíaco e infecção de ferida operatória. CONCLUSÕES: As evidências sugerem que CRM sem CEC pode beneficiar as mulheres em comparação com CRM com CEC, pois parece reduzir as taxas de morbimortalidade. Dez das 13 complicações investigadas demonstraram uma significativa vantagem das mulheres submetidas à CRM sem CEC em relação àquelas submetidas à CRM com CEC.BACKGROUND: It has been well documented that women have higher morbidity and mortality rates than men following coronary artery bypass graft (CABG surgery. In view of this evidence, it is necessary to know if there is benefit to off-pump CABG surgery in women in comparison to on-pump CABG. OBJECTIVES: Compare

  20. Consumo alimentar e estado nutricional de mulheres em quimioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Borges Ferreira

    2016-07-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi analisar o consumo alimentar e o estado nutricional de mulheres com câncer de mama (CM em quimioterapia (QT. A avaliação dietética quantitativa foi realizada de acordo com as Dietary Reference Intakes (DRI e a avaliação qualitativa pelo Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R. Dentre o total de pacientes (n = 20, 60% (n = 12 apresentaram circunferência da cintura igual ou superior a 88 cm. Foi verificado 75% (n = 15 de indivíduos com excesso de peso. A média da ingestão de cálcio, cobre, ferro, fibra alimentar, magnésio, potássio, vitamina A, niacina, vitamina B6 e zinco encontrava-se abaixo da recomendação de ingestão adequada e o consumo de vitamina C, fósforo, manganês, sódio e tiamina encontrava-se acima. Quanto à análise do IQD-R, 80% (n = 16 das pacientes apresentaram uma “dieta que requer modificações”, enquanto que 20% (n = 4 apresentaram uma “dieta saudável”. Observou-se elevado excesso de peso, desequilíbrio na ingestão de micronutrientes e dieta que necessita melhorias. Dessa forma, a criação e a utilização de um protocolo de intervenção nutricional são de grande relevância para melhorar a dieta de pacientes com CM que realizam QT.

  1. Álcool e violência em homens e mulheres Alcohol: gender and implications in the violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Maria Martins de Almeida

    2009-01-01

    Full Text Available O uso nocivo do álcool configura-se como um problema de saúde pública, associado ao aumento da violência, envolvendo ambos os sexos. Esse artigo tem por objetivo discutir sobre o impacto do uso do álcool em homens e mulheres do ponto de vista neurobiológico, enfatizando a ação psicoativa da substância e sua implicação no comportamento violento. Foi conduzida uma análise baseada em artigos selecionados nas fontes eletrônicas do Scielo, LILACS, MEDLINE, PubMed e Web of Science no período de 1996 a 2008. Do total de 420 artigos selecionados, 90 foram considerados relevantes para a análise. Verificou-se que o uso nocivo do álcool causa mudanças neuroquímicas e alterações nas funções cognitivas, podendo gerar comportamentos violentos em homens e mulheres, entretanto, evidenciou-se importantes diferenças entre os sexos quanto à ação psicoativa do álcool, assim como, no tipo de violência expressa. Estudos sobre a temática proposta ainda são escassos, sugerindo a necessidade de pesquisas futuras que possam contribuir para um melhor entendimento e para ações preventivas eficazes.The abuse of alcohol can engender serious public health problems in certain people, particularly due to its link to violence involving both men and women. This article has the aim to discuss the impact of alcohol in men and women regarding neurobiological mechanisms, emphasizing its psychoactive effects as well as its implication for violent behavior. An analysis was conduct based on reviews and articles in electronic databases, selected from 1996 to 2008 at Scielo, Lilacs, MEDLINE, Pub Med and Web of Science. From a total of 420 selected articles 90 were considered relevant for this analysis. It was evident that the abuse of alcohol causes changes in neurochemistry and in cognitive functions, and some of those changes lead to violent behavior in men and women. However, there are important differences between both genders and the type of aggressive

  2. As mulheres como pilar da construção dos programas sociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yumi Garcia dos Santos

    Full Text Available Este artigo analisa o modo como as políticas públicas voltadas para a saúde e a assistência social no Brasil se consolidam a partir da centralidade da atuação das mulheres pobres. Por meio de uma pesquisa qualitativa e de análise das trajetórias das usuárias e das agentes de ponta dos ditos "novos" programas sociais brasileiros, pretende-se mostrar que o sucesso que tais programas têm conquistado depende, em grande medida, da atuação dessas mulheres mediadoras dentro da lógica conservadora da divisão sexual do trabalho e da disposição feminina para o cuidado. Em particular, as agentes, em contraponto às usuárias, têm acesso à mobilidade social que as tira do confinamento na esfera privada pela sua presença no mercado de trabalho. No entanto, o maior ganho dessa mobilização feminina a baixo custo e de alta produtividade é direcionado às instituições gestoras dos "novos" programas sociais em questão, desde as organizações filantrópicas até os governos.

  3. A experiência de cuidar da mulher alcoolista na família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro Marques dos Santos

    2012-04-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo investigar as práticas de cuidados desenvolvidas pela família à mulher alcoolista e conhecer a percepção desta em relação aos cuidados que recebe. Trata-se de um estudo de caso, desenvolvido com uma abordagem qualitativa, cujos dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas, realizadas em 2008, no domicílio de uma família de classe média, residente em um município no extremo sul do Brasil e, posteriormente, submetidos à análise de conteúdo. Os resultados mostram que os cuidados desenvolvidos pela família são centrados nas necessidades de alimentação, higiene, sono, repouso, encaminhamento aos serviços especializados para a desintoxicação e que a mulher alcoolista interpreta esses esforços como sendo ações de controle sobre sua vida e punição pela sua condição de dependência. Destaca-se que a maneira da família cuidar modifica-se no mesmo compasso em que o alcoolismo evolui.

  4. Recortando e colando as imagens da vida cotidiana do trabalho e da cultura lúdica das meninas-mulheres e das mulheres-meninas da Zona da Mata Canavieira Pernambucana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MAURÍCIO ROBERTO DA SILVA

    Full Text Available Este texto trata de diversos aspectos macro e microssociais da vida cotidiana das meninas-mulheres e das mulheres-meninas da Zona na Mata Canavieira Pernambucana. Procura mostrar, por um lado, a alienação e o conformismo que se expressam na dura e perversa vida de trabalho precoce, dupla jornada de trabalho e trabalho doméstico dessas meninas e mulheres. Por outro lado, valoriza outros aspectos relacionados à transgressão e resistência da cultura lúdica construídas em surdina na vida cotidiana, para além da alienação e do conformismo, a saber: o lazer/lúdico construído à revelia do sistema patriarcal e do projeto de estranhamento do trabalho capitalista no mundo rural.

  5. Recortando e colando as imagens da vida cotidiana do trabalho e da cultura lúdica das meninas-mulheres e das mulheres-meninas da Zona da Mata Canavieira Pernambucana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SILVA MAURÍCIO ROBERTO DA

    2002-01-01

    Full Text Available Este texto trata de diversos aspectos macro e microssociais da vida cotidiana das meninas-mulheres e das mulheres-meninas da Zona na Mata Canavieira Pernambucana. Procura mostrar, por um lado, a alienação e o conformismo que se expressam na dura e perversa vida de trabalho precoce, dupla jornada de trabalho e trabalho doméstico dessas meninas e mulheres. Por outro lado, valoriza outros aspectos relacionados à transgressão e resistência da cultura lúdica construídas em surdina na vida cotidiana, para além da alienação e do conformismo, a saber: o lazer/lúdico construído à revelia do sistema patriarcal e do projeto de estranhamento do trabalho capitalista no mundo rural.

  6. Prevalência e fatores sociodemográficos associados à fragilidade em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcella Costa Souto Duarte

    2013-12-01

    Full Text Available Estudo transversal, que objetivou de estimar a prevalência de fragilidade em mulheres idosas, residentes no município de João Pessoa, Paraíba, Brasil; e identificar possíveis associações entre a fragilidade e as variáveis sociodemográficas. A amostra foi composta por 166 idosas, entrevistadas nos domicílios, entre abril e junho de 2011. Para a coleta dos dados, utilizou-se instrumento estruturado com questões relativas às variáveis sociodemográficas e à Edmonton Frail Scale. A análise descritiva dos dados, realizada pelo programa SPSS 15.0, mostrou que a maioria das idosas (60,8% evidenciava algum grau de fragilidade. Entre elas, 21,7% eram aparentemente vulneráveis, 23,5%, com fragilidade leve, 7,8%, moderada, e 7,8%, e grave. Verificou-se associação do fenômeno com idade, escolaridade e renda, condições sobre as quais os enfermeiros devem atuar com vistas à prevenção do evento.

  7. Vivências de cuidado da mulher: a voz das puérperas

    OpenAIRE

    Farias, Dóris Helena Ribeiro

    2008-01-01

    Dissertação(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2008. O puerpério é um período vivido e percebido de forma singular pela mulher, exigindo, dos profissionais da saúde, sensibilidade e esforços para que estas se sintam acolhidas e valorizadas como seres únicos e especiais. Assim, este estudo teve como objetivo compreender como a mulher vem vivenciando o seu cuidado no puerpério, alicerçado no referencial teórico de Ma...

  8. Doença pulmonar obstrutiva crônica em mulheres expostas à fumaça de fogão à lenha

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Auxiliadora Carmo Moreira

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar sintomas respiratórios e DPOC (relação entre volume expiratório forçado no primeiro segundo e capacidade vital forçada 0,40 em 45%, que apresentou correlação negativa com o VEF1 e VEF1/CVF. CONCLUSÃO: Mulheres comexposição prolongada à fumaça de lenha apresentaram DPOC predominantemente leve a moderado. Aquelas sem DPOC tiveram alta prevalência de sintomas respiratórios crônicos, justificando monitoramento clínico e espirométrico.

  9. Agencia de autocuidado en hipertensos usuarios de un hospital universitario en Cúcuta (Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Marina Vega Angarita

    2014-01-01

    Full Text Available Objetivo: El objetivo de este estudio fue describir la capacidad de agencia de autocuidado de hipertensos usuarios del servicio de consulta externa del Hospital Universitario Erasmo Meoz, en Cúcuta. Materiales y métodos: Estudio descriptivo transversal de corte cuantitativo, realizado durante el primer semestre de 2012; la muestra por conveniencia estuvo conformada por 65 hipertensos, a quienes, previa verificación del cumplimiento de requisitos, les fue aplicado la escala “Apreciación de la agencia de autocuidado”. Resultados: A nivel general se reportó que el 83.1 % de los pacientes presentó una capacidad de autocuidado baja; el 6.2 % mediana capacidad y solo el 10.7 % una capacidad alta. Con igual tendencia se reportaron las categorías “promoción y funcionamiento del desarrollo personal”, “interacción personal” y “actividad” y “reposo”. Conclusiones: Los hallazgos obtenidos en este estudio permiten apreciar de manera global la afectación de la capacidad de agencia de autocuidado en los participantes; hecho que ratifica la importancia del trabajo contundente de enfermería en el fortalecimiento de estas personas como seres capaces de usar la razón para comprender su estado de salud, tomar decisiones para la acción específica y generar comportamientos favorables hacia su propio cuidado.

  10. Promoção do autocuidado de idosos para o envelhecer saudável: aplicação da teoria de nola pender

    OpenAIRE

    Silva, Aila Cristina dos Santos; Santos, Iraci dos

    2010-01-01

    O envelhecimento saudável é uma condição a ser atingida por quem lida com as mudanças do envelhecer. Neste trabalho, analisa-se a construção de ações de autocuidado de pessoas idosas relacionando-as às concepções da Teoria de Nola Pender. Pesquisa qualitativa, sociopoética, com um grupo pesquisador composto por 11 idosos participantes da Unati, do Estado do Rio de Janeiro, em 2009. Os dados obtidos através de técnicas artísticas foram submetidos à análise categorial sociopoética. RESULTADOS: ...

  11. Capacidad y percepción de autocuidado del adulto mayor del programa Centro día/vida, Ibagué,Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Myriam Angélica Castiblanco Amaya

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo: Evaluar la capacidad y percepción de autocuidado del adulto mayor, usuario del programa Centro día/vida del Centro Integral Comunitario (CIC de la comuna ocho, ubicado en el barrio La Cima de Ibagué en el departamento del Tolima, Colombia. Metodología: Estudio cuantitativo, descriptivo, trasversal con muestra de 88 adultos mayores, entre 60 y 93 años de edad. La información se recolectó entre octubre y diciembre de 2014, durante la práctica de la asignatura Enfermería del Adulto Mayor; se aplicó la encuesta: evaluación de la capacidad de percepción de autocuidado del adulto mayor, constó de ocho categorías que evalua- ron la capacidad y percepción de autocuidado del adulto mayor; fue procesada con el programa Excel en cuatro etapas: 1. Sistematización de información; 2. Transcripción de respuestas en tablas estadísticas, 3. Análisis de categorías según criterios de evaluación del instrumento y 4. Interpretación de los resultados obtenidos a partir de su aplicación. Resultados: El adulto mayor presentó adecuada capacidad y percepción de autocuidado en las siguientes categorías: actividad física, alimentación, medicación, adicciones y hábitos tóxicos. No se evidenció déficit de autocuidado, debido a que el estudio demostró en esta categoría el mayor porcentaje y la calificación más alta. Conclusiones: Se determinó que la capacidad y percepción de autocuidado de los adultos mayores es parcialmente adecuada en las siguientes categorías: eliminación, descanso y sueño, higiene y confort, y control de salud, debido a que estas categorías obtuvieron puntaje mayor en la calificación intermedia. No se evidencio déficit de autocuidado inadecuado para ninguna categoría, debido a la interdisciplinariedad del programa.

  12. Concepções e Modos de Viver em Família: A perspectiva de Mulheres Lésbicas que Têm Filhos

    OpenAIRE

    Lira, Aline Nogueira de; Morais, Normanda Araujo de; Boris, Georges Daniel Janja Bloc

    2017-01-01

    RESUMO Investigaram-se as concepções e modos de viver em família de quatro mulheres lésbicas que têm filhos. Utilizou-se uma entrevista aberta para coleta de dados e a análise baseou-se no método fenomenológico crítico. Os resultados mostraram que: (a) as estratégias para acesso à parentalidade (adoção, coparentalidade e relações heterossexuais anteriores) são diversas e ora reproduzem o binarismo heterossexual, ora o desnaturalizam; (b) a família foi caracterizada como um espaço afetivo e de...

  13. Empoderamento e interdisciplinaridade no combate às violências contra a mulher

    OpenAIRE

    Bittelbrun, Gabrielle Vívian

    2017-01-01

    FLEURY-TEIXEIRA, Elizabeth; MENEGHEL, Stela Nazareth (Orgs.). Dicionário Feminino da Infâmia: acolhimento e diagnóstico de mulheres em situação de violência.  Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2015, 422p.

  14. Não há você sem mim: histórias de mulheres sobreviventes de uma tentativa de homicídio

    OpenAIRE

    Azevedo, Ana Karina Silva

    2013-01-01

    O homicídio seguido de suicídio (H/S) tem sido definido como um impactante crime em que uma pessoa tira a vida de outra e depois se mata em até 24 horas. Configura-se como uma violência de gênero, pois os homens são, em maioria, os assassinos e as mulheres, vítimas. Este trabalho tem como objetivo compreender os sentidos da experiência de um H/S, a partir de mulheres que sobreviveram a este ato. Tal estudo configura-se como uma pesquisa fenomenológica-hermenêutica, baseada na ontologia heideg...

  15. Mulheres brasileiras na mídia portuguesa Brazilian women at the portuguese media

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pontes

    2004-12-01

    Full Text Available Este artigo trata das representações sobre as mulheres brasileiras na mídia portuguesa, explorando questões relativas a gênero em intersecção com nacionalidade/ etnicidade. Nestas representações são verificados processos de essencialização e exotização da identidade nacional brasileira e a sexualização destas mulheres. Relaciono tais processos com o contexto atual de intensificação da imigração brasileira em Portugal.This article deals with the representations of Brazilian women in Portuguese media, exploring gender issues in interaction with nationality/ethnicity. In these representations there are essencialization and exoticization processes of Brazilian national identity and sexualization of these women. I relate these processes with contemporary increase of Brazilian immigration to Portugal.

  16. O transtorno bipolar na mulher Bipolar disorder in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro de Borja Gonçalves Guerra

    2005-01-01

    Full Text Available Diferenças sexuais, descritas em vários transtornos psiquiátricos, também parecem estar presentes no transtorno afetivo bipolar (TAB. A prevalência do TAB tipo I se distribui igualmente entre mulheres e homens. Mulheres parecem estar sujeitas a um risco maior de ciclagem rápida e mania mista, condições que fariam do TAB um transtorno com curso mais prejudicial no sexo feminino. Uma diátese depressiva mais marcante, uso excessivo de antidepressivos e diferenças hormonais surgem como hipóteses para explicar essas diferenças fenomenológicas, apesar das quais, mulheres e homens parecem responder igualmente ao tratamento medicamentoso. A indicação de anticonvulsivantes como primeira escolha em mulheres é controversa, a não ser para o tratamento da mania mista e, talvez, da ciclagem rápida. O tratamento do TAB na gravidez deve levar em conta tanto os riscos de exposição aos medicamentos quanto à doença materna. A profilaxia do TAB no puerpério está fortemente indicada em decorrência do grande risco de recorrência da doença nesse período. Embora, de modo geral, as medicações psicotrópicas estejam contra-indicadas durante a amamentação, entre os estabilizadores do humor, a carbamazepina e o valproato são mais seguros do que o lítio. Mais estudos são necessários para a confirmação das diferenças de curso do TAB entre mulheres e homens e a investigação de possíveis diferenças na efetividade dos tratamentos.Gender differences, described in several psychiatric disorders, seem to be also present in bipolar disorder (BD. The prevalence of bipolar I disorder is equally distributed between women and men. Women seem to be at higher risk for rapid cycling and mixed mania, conditions that could make BD a disorder with a more severe course in the female sex. A marked depressive diathesis among women, greatest use of antidepressants and hormonal differences have been mentioned as hypotheses to explain these

  17. Parto no domicílio na voz das mulheres : uma perspectiva à luz da humanização

    OpenAIRE

    Kruno, Rosimery Barão; Bonilha, Ana Lúcia de Lourenzi

    2004-01-01

    Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, cujo objetivo foi conhecer as vivências, preparação, sentimentos e motivações de mulheres que optaram por partos domiciliares. Participaram da pesquisa dez mulheres que tiveram, pelo menos, uma experiência de parto domiciliar, em Porto Alegre, nos últimos cinco anos. As informações foram coletadas por entrevista semi-estruturada e analisadas segundo a proposta de Minayo. Os dados indicam que as mulheres que optaram por partos domiciliares não ac...

  18. MULHER, UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL: REPRESENTAÇÕES, ESTEREÓTIPOS E IMAGENS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Rocha Siqueira

    2014-06-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo uma revisita a referenciais bibliográficos a partir dos quais foi possível refletir sobre a construção de estereótipos relacionados à imagem feminina no século XX partindo-se do conceito de representação proposto por Moscovici (2003. Pretende-se na convergência destas duas categorias (representação e imagem apresentar olhares sobre a construção de alguns estereótipos relacionados às mulheres, uma vez que diversas instituições inclusive o próprio movimento feminista em suas variadas vertentes também preocuparam-se em “criar” representações das mulheres. Algumas discussões presentes neste artigo fizeram parte do conteúdo da disciplina “Seminários avançados sobre produtos, processos e discursos midiáticos” ofertada pelo Núcleo de Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe. Desta forma pode-se refletir sobre os variados recortes imagéticos dos quais as instituições e as próprias mulheres utilizaram-se para compor novas representações.

  19. Estresse e ansiedade em mulheres inférteis Stress and anxiety in infertile women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone da Nóbrega Tomaz Moreira

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a freqüência de estresse e níveis de ansiedade em mulheres inférteis, de forma a obter subsídios para uma orientação psicológica específica. MÉTODOS: estudo transversal envolvendo 152 mulheres inférteis (média de idade 30,3±5,4anos, e 150 controles saudáveis (25,7±7,9 anos. Todas as voluntárias foram avaliadas com a aplicação do Inventário de Sintomas de Estresse de Lipp e Inventário de Ansiedade Traço-Estado. As variáveis dependentes foram: freqüência de estresse e escores de ansiedade (estado e traço. A análise estatística compreendeu a utilização dos testes chi2 e Mann-Whitney, além de regressão logística para testar associações entre as variáveis dependentes e fatores de risco considerados. O nível de significância adotado foi de 5%. RESULTADOS: a freqüência de estresse foi maior no grupo infertilidade em relação ao grupo controle (61,8 e 36,0%, respectivamente, no entanto, não foram observadas diferenças significativas entre os grupos com relação às fases do estresse e tipo de sintomatologia predominante. Em relação à ansiedade, não houve diferenças significativas entre os grupos infertilidade e controle quanto às medianas dos escores de estado (39,5 e 41,0, respectivamente e traço (44,0 e 42,0, respectivamente de ansiedade. No grupo infertilidade, os fatores de risco associados significativamente com estresse ou ansiedade foram: desconhecimento do fator causal, fase de investigação diagnóstica e ausência de filhos advindos de outros casamentos. CONCLUSÕES: as mulheres inférteis estão mais vulneráveis ao estresse, no entanto, são capazes de responder aos eventos estressores de forma adaptativa, sem comprometimentos mais sérios nas áreas física e psicológica.PURPOSE: to assess the frequency of stress and anxiety levels in infertile women, in order to obtain data for specific psychological intervention. METHODS: a cross-sectional study involving 152 infertile

  20. A PERPETUAÇÃO DA TESE “LEGÍTIMA DEFESA DA HONRA” EM CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHER NO ESTADO DE SÃO PAULO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphael Allan de Oliveira Soares

    2017-05-01

    Full Text Available O artigo tem por objetivo caracterizar a tese “legítima defesa da honra” utilizada em casos de violência contra a mulher, verificar como tal tese tem aparecido nos tribunais do Estado de São Paulo, e principalmente verificar como o Poder Judiciário estadual tem lidado com uma tese enraizada no machismo. Baseando-se em pesquisa literária e pesquisa de jurisprudências no site do Tribunal de Justiça de São Paulo, conclui-se que tal argumento ainda hoje se faz presente nos tribunais paulistas, e que em poucos casos o judiciário se mostra tão machista quanto a tese apresentada pela defesa. Tal conclusão pode nos mostrar o caráter machista, ainda que em declínio, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

  1. O acesso da mulher trabalhadora à justiça do trabalho do Rio Grande do Sul (1941-1946 = The access of women workers to the labour court of Rio Grande do Sul (1941-1946

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Schneider, Giselda Siqueira da Silva

    2014-01-01

    Full Text Available A pesquisa tem por objetivo verificar acerca do acesso da mulher trabalhadora à Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul, no recorte temporal 1941-1946. O estudo realizou-se no Memorial da Justiça do Trabalho da 4ª Região, na cidade de Porto Alegre, a quem coube a guarda dos processos judiciais preservados e utilizados como fontes primárias. Considerando a legislação protetiva em relação ao trabalho da mulher no Brasil entre 1930 a 1945, entre outros direitos, como o direito ao voto em 1932, quer-se verificar sobre a relação da mulher trabalhadora em busca de direitos a essa instância judicial, num período onde havia muito preconceito e discriminação em relação à própria mulher e ao trabalho feminino. Assim, a luz da historiografia, mais especificamente com o campo de estudo da história das mulheres, quer-se compreender sobre a mulher trabalhadora dentro da perspectiva de que tais mulheres sempre tiveram atuação política, participando da esfera pública, de acordo com as possibilidades encontradas em cada período. Ademais, a pesquisa em tais fontes pretende também, demonstrar o valor histórico dos documentos, no presente caso, dos processos judiciais, aliado à pesquisa e à revisão bibliográfica, visando compreender um pouco mais, do universo das mulheres trabalhadoras rio-grandenses no período e a possível relação da Justiça do Trabalho no tocante à promoção e efetividade dos direitos sociais

  2. Representações sociais de mulheres sobre o cheiro do leite materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerlaine de Oliveira Leite

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar as representações sociais de mulheres acerca do cheiro do leite materno. Métodos: Estudo qualitativo, realizado em 2015, com 33 mulheres/puérperas em um hospital universitário de Pernambuco, por meio de entrevista individual semiestruturada. Os dados coletados, submetidos ao software IRAMUTEQ, foram interpretados à luz da Teoria das Representações Sociais. Resultados: Dentre as representações sociais, a aceitação foi predominante, mesmo quando a percepção olfatória do cheiro do leite era desagradável, prevalecendo a importância desse alimento para a saúde da criança. Outras representações foram o incômodo causado pelo cheiro e os cuidados para amenizá-lo, o apoio do companheiro, o desprendimento no relacionamento interpessoal e a caracterização do olfato/sabor do leite. Conclusão: A aceitação foi a mais expressiva entre as representações sociais sobre o cheiro do leite, porém constataram-se percepções desagradáveis, evidenciando que estas particularidades do leite humano devem ser incluídas nas orientações à mulher e à família desde o pré-natal.

  3. Antibiotic susceptibility patterns and prevalence of group B Streptococcus isolated from pregnant women in Misiones, Argentina Sensibilidade a antibióticos e prevalência de Streptococcus do grupo B em mulheres grávidas em Missiones, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. Quiroga

    2008-06-01

    Full Text Available This study was performed to determine the susceptibility patterns and the colonization rate of Group B Streptococcus (GBS in a population of pregnant women. From January 2004 to December 2006, vaginal-rectal swabs were obtained from 1105 women attending Dr. Ramón Madariaga Hospital, in Posadas, Misiones, Argentina. The carriage rate of GBS among pregnant women was 7.6%. A total of 62 GBS strains were randomly selected for in vitro susceptibility testing to penicillin G, ampicillin, tetracycline, levofloxacin, gatifloxacin, ciprofloxacin, quinupristin-dalfopristin, linezolid, vancomycin, rifampicin, trimethoprim-sulfametoxazol, nitrofurantoin, gentamicin, clindamycin and erythromycin, and determination of resistance phenotypes. No resistance to penicillin, ampicillin, quinupristin-dalfopristin, linezolid, and vancomycin was found. Of the isolates examined 96.8%, 98.3%, 46.8%, and 29.0% were susceptible to rifampicin, nitrofurantoin, trimethoprim-sulfametoxazol and tetracycline, respectively. Rank order of susceptibility for the quinolones was: gatifloxacin (98.4% > levofloxacin (93.5% > ciprofloxacin (64.5%. The rate of resistance to erythromycin (9.7% was higher than that of other reports from Argentina. High-level resistance to gentamicin was not detected in any of the isolates. Based on our finding of 50% of GBS isolates with MIC to gentamicin equal o lower than 8 µg/ml, a concentration used in one of the selective media recommended for GBS isolation, we suggested, at least in our population, the use of nalidixic acid and colistin in selective media with the aim to improve the sensitivity of screening cultures for GBS carriage in women.Esse estudo objetivou determinar os padrões de sensibilidade a antibióticos e as taxas de colonização de Streptococcus do grupo B (GBS em uma população de mulheres grávidas. Entre janeiro de 2004 e dezembro de 2006, foram obtidos swabs vaginais-retais de 1105 mulheres no Hospital Dr. Ramon Madariaga, em

  4. Empoderamento e interdisciplinaridade no combate às violências contra a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabrielle Vivian Bittelbrun

    2017-02-01

    Full Text Available FLEURY-TEIXEIRA, Elizabeth; MENEGHEL, Stela Nazareth (Orgs.. Dicionário Feminino da Infâmia: acolhimento e diagnóstico de mulheres em situação de violência.  Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2015, 422p.

  5. O processo sucessório em organizações familiares e a exclusão da mulher The successors process into family firms and exclusion of women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Barbosa Macêdo

    2004-12-01

    Full Text Available O presente estudo aborda o processo sucessório em organizações familiares enfocando a exclusão da mulher deste processo. Trata-se de um estudo de caráter descritivo e exploratório, utilizando multicasos em organizações familiares localizadas no Estado de Goiás, por meio de entrevista semi-estruturada com diretores(as, gerentes e trabalhadores(as para coleta de dados, analisados com a técnica de análise gráfica do discurso de Lane (1985. Como resultados tem-se que, em decorrência de traços da cultura brasileira e da cultura das organizações pesquisadas, ocorre a exclusão da mulher do processo sucessório de organizações familiares, explicitada de duas formas: desconsiderando desde o início a possibilidade de promover mulheres para cargos de cúpula, ou considerando-as no início, mas descartando-as em etapas posteriores. Foi encontrado um número mínimo de diretores e gerentes do gênero feminino nas organizações pesquisadas, devendo-se salientar que os cargos diretivos e gerenciais ocupados por elas estão relacionados a funções consideradas "femininas".The present study approaches succession process in family firms focusing women exclusion from this process. This is an exploratory and descriptive multicase study in family firms located in the State of Goiás, Brazil, carried out through the means of semi-structured interviews with workers from managerial and operational levels and analyzed with the application of the graphical discourse technique by Lane (1985. The results show that, due to Brazilian culture and family firms' features, women are excluded from the succession process in family firms in two ways: the promotion of women to managerial jobs is not taken into consideration since the beginning of the process, or the possibility is taken into consideration at first but it is rejected later on. In the organizations investigated it was found a low number of directors and managers of feminine gender, and it should

  6. Histórias de empoderamento: um estudo sobre o processo vivenciado por mulheres que ocupam cargos de alto escalão na administração pública e de empresas em Belo Horizonte

    OpenAIRE

    Gizelle de Souza Mageste

    2008-01-01

    Essa pesquisa teve como objetivo compreender o processo de empoderamento de mulheres que ocupam cargos de alto escalão na administração pública e de empresa em Belo Horizonte. Por meio de entrevistas de história de vida foram investigadas as experiências vivenciadas pelas mulheres entrevistadas buscando compreender o processo por elas empreendido na busca de maior autonomia e empoderamento. A análise dos resultados revelou que o processo de empoderamento é muito complexo e vai muito além d...

  7. Perfil de mulheres usuárias de álcool em ambulatório especializado em dependência química Profile of female alcohol users in specialized outpatient clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Fonsi Elbreder

    2008-01-01

    Full Text Available Embora cresça o número de mulheres com abuso ou dependência alcoólica, elas ainda permanecem como alvo não prioritário na tomada de decisão dos gestores de políticas públicas. OBJETIVOS: Caracterizar o perfil sociodemográfico de mulheres com abuso ou dependência do álcool, identificar o consumo alcoólico, as intervenções terapêuticas realizadas e alguns fatores que poderiam estar relacionados ao abandono precoce do tratamento nesta população. METÓDOS: Foram incluídas 192 mulheres que procuraram pela primeira vez tratamento na Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (UNIAD da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP, no período de 2000 a 2006. As informações foram coletadas nos prontuários das pacientes, as quais foram separadas em dois grupos, usando-se como critério o abandono de tratamento. RESULTADOS: Não houve diferença significativa nas características sociodemográficas da população estudada. Em ambos os grupos houve predomínio de solteiras, com primeiro grau incompleto e situação de desemprego. O consumo diário de destilados foi significantemente maior no grupo abandono gradual (p Although the number of women who use, abuse of and become addicted to alcohol is increasing, they are still not the main target of the health care services as their distinctive characteristics regarding psychoactive substances have not been taken into account by the public health policy decision-makers. OBJECTIVE: To characterise those women who use alcohol as well as to identify the pattern of alcohol consumption, clinical interventions, and previous treatments performed in this patient population. METHODS: This retrospective cohort study reviewed medical records of alcohol users who had sought treatments offered by UNIAD and UNIFESP between 2000 - 2006. A total of 192 patients were included in this study according to criteria for treatment dropout. RESULTS: The groups were found to have similar socio

  8. Violência, mulheres e atendimento psicológico na Amazônia e no Distrito Federal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Madge Porto

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo é conhecer como os psicólogos/as entendem questões referentes à identificação da violência contra as mulheres nos atendimentos que realizam e como explicam as motivações para que algumas delas permaneçam em relações mediadas pela violência. O estudo é de caráter exploratório, descritivo e qualitativo, e para a coleta de dados utilizou-se a internet. Foram obtidos 24 questionários online de psicólogos/as inscritos/as no CRP 01. Foi constatado que estes/as identificam a violência principalmente quando expressada verbalmente pela mulher agredida e que apenas duas utilizam instrumento especifico de identificação desse tipo de experiência chamado screening. Foram apontadas como as principais causas de algumas mulheres permanecerem em situações de violência as dependências econômica e emocional e ainda os ganhos secundários que elas poderiam obter nessas relações. Conclui-se que se faz necessário aprofundar os estudos sobre o papel dos psicólogos e da psicologia clínica no contexto da violência contra as mulheres.

  9. MEMÓRIAS NARRATIVAS DO PROJETO MULHERES DE FORTALEZA: IGUALDADE DE GÊNERO E INCLUSÃO SOCIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Ferreira Lima

    2017-03-01

    Full Text Available No Brasil, a abordagem por gênero revela entraves para inclusão feminina. Mesmo sendo a participação feminina maior que a masculina na aquisição de educação formal, mulheres são discriminadas em relação à inserção no mercado de trabalho. O Projeto Mulheres de Fortaleza (PMF, desenvolvido desde 2007 com mulheres em situação de vulnerabilidade, visa o aumento no nível de escolaridade, diminuição da exclusão econômica e conscientização dos direitos de cidadão. O objetivo geral do trabalho foi compreender a percepção das participantes das duas primeiras turmas acerca do PMF. Em específico foi preciso identificar interpretações sobre inserção e participação nas atividades e detectar ações para melhor aplicabilidade. O trabalho se caracterizou como um estudo de caso exploratório com abordagem qualitativa, a partir da interpretação de depoimentos orais de 26 mulheres. Foi aplicado o método indutivo para se chegar a uma conclusão ampla sobre a eficácia do Projeto. Concluiu-se que entre os pontos positivos estavam discussões sobre cidadania para uma melhor consciência de direitos e deveres, e a aprovação das atividades. Contudo, os resultados também apontaram pontos críticos de melhoria, sugeridos com bastante propriedade pelas participantes.

  10. Estigma e discriminação: experiências de mulheres HIV positivo nos bairros populares de Maputo, Moçambique

    OpenAIRE

    Andrade, Rosário Gregório; Iriart, Jorge Alberto Bernstein

    2015-01-01

    A epidemia de HIV/AIDS é um sério problema de saúde pública em Moçambique, que convive com altas taxas de prevalência do HIV. O impacto da epidemia é agravado pelo forte estigma que atinge as pessoas soropositivas. O objetivo deste estudo foi investigar, com base em uma perspectiva socioantropológica, a experiência de mulheres HIV positivo nos bairros populares de Maputo e como lidam com o estigma e a discriminação. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com dez mulheres HIV positivo, ...

  11. Doença de chagas aguda em mulher de 80 anos no México. Relato anatomopatológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Lozano Kasten

    1993-12-01

    Full Text Available Mulher de 80 anos de idade, com doença de Chagas aguda diagnosticada à necrópsia, adquirida, provavelmente, através de triatomíneos no município de Zacoelo de Torres, no Estado de Jalisco, México. Assinala-se a raridade do encontro de casos de doença de Chagas agudo, na faixa etária da paciente. O exame anatomopatológico mostrou comprometimento do coração, esôfago e intestino grosso. Encontrou-se lesões no sistema nervoso autônomo intramural do esôfago e do intestino grosso, sendo estes achados de interesse, por ocorrer em área geográfica onde os megas tem sido pouco relatados.

  12. All Sexed Up: a resposta de mulheres lésbicas negras jovens ao sexo (mais seguro em Johannesburg, África do Sul All Sexed Up: young black lesbian women's responses to safe(r sex in Johannesburg, South Africa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zethu Matebeni

    2009-01-01

    Full Text Available A saúde sexual de mulheres lésbicas não é um tema frequentemente discutido em nossas sociedades. As questões de saúde da mulher são classificadas sob uma única categoria abrangente e excluem algumas das preocupações específicas de mulheres lésbicas, que, em geral, não têm o mesmo comportamento em relação à saúde que as mulheres heterossexuais. Esta tendência se deve a uma série de razões, entre as quais: falta de conhecimento sobre saúde e risco sexuais lésbicos, medo de estigmatização pelos prestadores de serviço e o processo de "se assumir" (coming out para esses profissionais, que além de desconhecido, é, algumas vezes, hostil. Além disso, a pouca pesquisa sobre lésbicas e saúde lésbica na África do Sul torna difícil para as mulheres que assim se autoclassificam saberem que questões de saúde sexual as afetam especificamente, bem como onde e de que forma lidar com certos problemas. Existe uma percepção equivocada e generalizada de que questões de sexo seguro não afetam mulheres lésbicas tanto quanto mulheres heterossexuais. O artigo apresenta as visões de um grupo de mulheres de 18 a 35 anos que se autoidentificam como lésbicas na África de Sul. Por meio de questionários autoaplicados e discussões, essas mulheres partilham suas experiências e pensamentos sobre sexo lésbico (seguro e como elas têm-se relacionado e continuam a se relacionar sexualmente com outras mulheres no momento de HIV e Aids.Lesbian women's health and sexual health is a theme not generally discussed in our societies. Women's' health issues are generally classified under one umbrella, and exclude some of the concerns specific to lesbian women. Lesbian women in general do not have the same health-seeking behaviours as heterosexual women. This is due to a number of reasons including: lack of knowledge about lesbian sexual health and sexual risk, fear of stigmatization by service providers, and the "coming out" process to

  13. E agora ... de quem, cuidarei?”: o cuidar na percepção de idosas institucionalizadas e não institucionalizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Vianna Duarte

    Full Text Available O perfil demográfico brasileiro tem mudado as características do envelhecimento. Este trabalho objetiva investigar a percepção de idosas sobre o cuidado consigo e com o outro, comparando-a com suas necessidades atuais de cuidados. Participaram dez mulheres, entre 65 e 89 anos, subdivididas em: institucionalizadas e não-institucionalizadas. Realizaram-se entrevistas semi-estruturadas, analisadas qualitativamente. Observou-se que o papel de “cuidadora” cria um vácuo na concepção dominante quando essas mulheres acedem à condição de objeto do cuidado do outro. Entretanto, parecem assumir um maior comprometimento com o autocuidado. Conclui-se que a família, programas comunitários e religião são as principais redes de suporte psicossocial. A ocupação e a sociabilidade influem na percepção do cuidado.

  14. A configuração da rede social de mulheres em situação de violência doméstica The configuration of the social network of women living in domestic violence situations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Nakamura

    2013-05-01

    Full Text Available Este artigo apresenta a configuração da rede social das mulheres que vivem em situação de violência doméstica num município da região metropolitana de São Paulo. Foram realizadas entrevistas com nove mulheres e oito profissionais e observação em três serviços que compõem a rede de proteção à mulher. Para a análise utilizou-se os pressupostos teóricos de redes sociais. Verificou-se que a violência impingida às mulheres pelos seus parceiros impossibilita a manutenção dos vínculos sociais, colocando-as em situação de isolamento e fragilidade. As instituições e os profissionais podem exercer um papel fundamental para que as mulheres saiam do ciclo de violência, desde que a rede de atenção e os fluxos entre os serviços sejam organizados. O estudo das redes sociais com o enfoque nos vínculos e trocas entre os atores pode contribuir para ampliar o conhecimento sobre a dinâmica relacional na situação de violência.This article presents the configuration of the social network of women living in domestic violence situations in a city in the metropolitan region of São Paulo, Brazil. Interviews were conducted with 9 women and 8 professionals, in addition to observation in three institutions which constitute the network for protection of women. The analysis was underpinned by the theoretical assumptions of social networks. Results show that violence inflicted upon women by their partners make them unable to establish and maintain social bonds, and thus face isolation and ostracism. Professionals and institutions can play a vital role for getting women out of the cycle of violence provided that care networks and services are well organized. Further studies of social networks, focusing on the nature of the links and exchanges among actors may contribute to acquiring knowledge about the relationship dynamics in situation of violence.

  15. Relação entre a variabilidade da frequência cardíaca e VO 2pico em mulheres ativas

    OpenAIRE

    Tamburús, Nayara Yamada; Rebelo, Ana Cristina Silva; César, Marcelo de Castro; Catai, Aparecida Maria; Takahashi, Anielle Cristhine de Medeiros; Andrade, Carolina Pieroni; Porta, Alberto; Silva, Ester da

    2014-01-01

    OBJETIVO: Ava+liar a associação entre os índices da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e a aptidão cardiorrespiratória.MÉTODOS: Sessenta e duas mulheres (idade 22,1 ± 3,3 anos) foram divididas em quatro grupos: treinamento aeróbio (AER, n = 15), treinamento de força (FOR, n = 13), treinamento combinado (aeróbio e força) (AER+FOR, n = 15) e controle (C, n = 19). O teste cardiopulmonar foi realizado para avaliar a aptidão cardiorrespiratória a partir do consumo de oxigênio pico (VO2pico...

  16. Mulheres com síndrome dos ovários policísticos apresentam maior frequência de síndrome metabólica independentemente do índice de massa corpóreo

    OpenAIRE

    Melo,Anderson Sanches; Macedo,Carolina Sales Vieira; Romano,Lucas Gabriel Maltoni; Ferriani,Rui Alberto; Navarro,Paula Andrea de Albuquerque Salles

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a prevalência de síndrome metabólica e dos seus critérios definidores em mulheres com síndrome dos ovários policísticos do Sudeste brasileiro, estratificadas de acordo com o índice de massa corpóreo e comparadas com controles ovulatórias. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com 332 mulheres em idade reprodutiva, que foram divididas em dois grupo: Controle, constituído por 186 mulheres com ciclos menstruais regulares, sintomas ovulatórios e sem diagnóstico de síndrome dos ...

  17. Características reprodutivas de mulheres de 15 a 49 anos: estudos comparativos e planejamento de ações

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olinto Maria Teresa A.

    1999-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A disponibilidade de dados sobre o perfil socioeconômico, demográfico e reprodutivo das mulheres tanto em nível nacional, regional e municipal permite comparações entre regiões além de oferecer subsídios para o planejamento de ações do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal de base-populacional com uma amostra de 3.002 mulheres de 15 a 49 anos residindo na zona urbana da cidade de Pelotas, RS. As informações socioeconômicas, demográficas e reprodutivas foram obtidas através de um questionário estruturado. A análise foi realizada através da comparação estatística de médias e proporções. Na análise da esterilização os dados foram controlados para a idade. RESULTADOS: Cerca de 56% das mulheres eram casadas/em união e 35% solteiras. Um terço das mulheres eram donas-de-casa e 50% tinham trabalho remunerado. Cerca da metade das adolescentes tinham vida sexual ativa, e dessas, 33% já tinham estado grávidas. Observou-se elevado percentual de gravidez indesejada principalmente entre as jovens. O número médio de filhos entre as mulheres de 45 a 49 anos - final da vida reprodutiva - foi de 2,4. Os métodos contraceptivos mais prevalentes foram a pílula e a esterilização. Entre as mulheres casadas/em união, 15% estavam esterilizadas. Cerca de 25% das mulheres acima de 35 anos haviam feito ligadura tubária. Entre as mulheres esterilizadas, 29,6% tinham tido perda fetal e 18,3% haviam tido pelo menos um filho prematuro. Entre o total de maridos/companheiros, 20% não aceitavam o uso de pelo menos um método contraceptivo. CONCLUSÕES: Os resultados confirmam a necessidade de uma maior atenção e desenvolvimento de programas especiais para adolescentes, de melhorias no acesso aos serviços, de expansão do uso das opções anticoncepcionais disponíveis e de ações programáticas e pesquisas sobre o tema "homem/saúde reprodutiva".

  18. Apontamentos sobre preconceitos de gênero e a violência contra a mulher no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Ramos de Souza Bonfim

    2016-08-01

    Full Text Available Este estudo é qualitativo-bibliográfico. Fundamenta-se especialmente em Bonfim, Instituto Avon e na Legislação Brasileira. Objetiva-se abordar a influência da educação familiar, de origem machista-patriarcal na consolidação de preconceitos, desigualdades e  violências sofridas pelas mulheres. Questiona-se: Como a educação familiar influencia a  violência contra a mulher? Porque as muitas mulheres em situação de violência não denunciam as agressões sofridas? Afirma-se, que as experiências sócio-afetivas-culturais da vividas na infância e adolescência especialmente vivenciadas no âmbito familiar são basilares para a superação de preconceitos e violências de gênero, pois os filhos tendem a reproduzir, ainda que de maneira inconsciente, o comportamento e as atitudes de seus pais. Considera-se, que embora no âmbito legal, houve uma evolução do ordenamento jurídico brasileiro na tentativa de coibir as violências historicamente sofridas pelas mulheres, é a educação, especialmente familiar, pautada numa perspectiva humanizadora e emancipatória que contribui significativamente para a superação do machismo e da desigualdade de gênero.

  19. Itinerários e métodos do aborto ilegal em cinco capitais brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Debora Diniz

    2012-07-01

    Full Text Available O artigo apresenta os resultados da etapa de entrevistas estruturadas da Pesquisa Nacional de Aborto (PNA-entrevistas, descrevendo características das mulheres que fizeram ao menos um aborto ilegal, os itinerários e os métodos. Entrevistas estruturadas feitas em 2010 e 2011 com 122 mulheres entre 18 e 39 anos que abortaram, em cinco capitais brasileiras (Belém, Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Salvador. Amostra não probabilística controlada por seis cotas, de acordo com nível educacional e idade, refletindo a estrutura social e demográfica encontrada na PNA-urna. A maioria das mulheres entrevistadas realizou apenas um aborto, mas uma em cada quatro realizou dois abortos, e uma em cada 17 realizou três abortos. A maioria dos abortos ocorre entre jovens até 19 anos, muitas das quais já tiveram filhos. Os exames mais comuns para identificar a gravidez são o beta-HCG sérico, o teste de urina de farmácia e o ultrassom. Há uma prevalência do aborto entre mulheres negras. O principal método abortivo é uma combinação de chás e cytotec (misoprostol com a finalização em hospitais. Parentes e companheiros auxiliam em diferentes etapas do processo. Várias mulheres relataram já ter ajudado outras mulheres a abortar após sua experiência individual.

  20. Estado de saúde, prática de atividade física e composição corporal em mulheres com deficiência visual no climatério e pós-menopausa

    OpenAIRE

    Eloise Werle de Almeida

    2015-01-01

    Mulheres a partir dos quarenta anos, em geral, encontram-se no período do climatério, no qual ocorre uma série de alterações hormonais que podem resultar no ganho de tecido adiposo e gerar sintomas como as ondas de calor, sudorese excessiva, desordens psicológica, dentre outros. Com a melhora das condições de cuidados médicos, aumentou-se a expectativa de vida de pessoas com deficiência, assim como o número de mulheres com deficiência que passarão pelo climatério e menopausa. No entanto, aind...

  1. Práticas discursivas e modos de subjetivação de mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF) em contextos rurais. O caso da Zona da Mata Pernambucana

    OpenAIRE

    MUNOZ, Claudio Baradit

    2016-01-01

    O presente estudo tem por objetivo analisar as práticas discursivas que constituem os modos de subjetivação de mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF) em contexto rural. Para isto será estudado o caso da Zona da Mata de Pernambuco. A metodologia qualitativa consiste na análise crítica do discurso. Os dados foram obtidos através de entrevistas semiestruturadas de seis mulheres. A fundamentação teórica é baseada no enfoque da governamentalidade, nas críticas feministas ao PBF e n...

  2. Mulher: sonho, razão e poder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Regina Ramos Gonzaga

    1992-09-01

    Full Text Available O texto apresenta uma síntese do filme "Mulher: Sonho, Razão e Poder", no qual as autoras discutem as relações de poder presentes no cotidiano de uma enfermeira. 0 eixo principal se estabelece em torno da condição da mulher e da enfermagem profissional na sociedade brasileira. A reflexão, enriquecida com recortes de vários .átudiosos contemporâneos do tema "poder", percorre três momentos: - o confronto consigo mesma, - o despertar para a realidade, e - a tomada de consciência do poder. O objetivo do trabalho foi estabelecer a trajetória do processo de amadurecimento pessoal e profissional que culmina numa nova visão de si e da profissão e recupera a consciência da diversidade e do potencial de oposição às forças que condicionam a realidade impondo-lhe novo rumo.

  3. Promoção de comportamentos saudáveis em pré-escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Messias Alves de Souza

    2013-09-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a percepção de profissionais do ensino quanto aos comportamentos de autocuidado apresentados por pré-escolares a partir da implantação de um projeto de extensão, apreender as dificuldades desses profissionais no ensino de medidas de autocuidado e apreciar sua satisfação com as condições de trabalho e com a implantação do projeto de extensão. Métodos: Pesquisa descritiva, transversal, com abordagem qualitativa, realizada de setembro a dezembro de 2009, na Creche Casa da Criança, em Petrolina-PE. Utilizou-se entrevista semiestruturada com oito profissionais da creche. Os dados foram avaliados através da análise de conteúdo, emergindo categorias temáticas, interpretadas à luz da literatura pertinente ao tema. Resultados: Os entrevistados destacaram a mudança de comportamento das crianças no que diz respeito à alimentação, higiene bucal e corporal, no entanto, compreendeu-se a falta de habilidades e competências dos profissionais em desenvolverem tais ações. Conclusão: Os profissionais destacaram mudança de comportamento no tocante às medidas de autocuidado pelas crianças, ficando evidente a satisfação deles; entretanto, verificou-se sua falta de habilidades e competências.

  4. A tríplice jornada de mulheres pobres na universidade pública: trabalho doméstico, trabalho remunerado e estudos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Contrera Ávila

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2012000300011 Este artigo é fruto de uma pesquisa de abordagem microssociológica realizada commulheres de camadas populares que frequentam cursos noturnos em uma universidade pública.Trata da experiência de mulheres que, a despeito de já levarem uma dupla jornada de trabalhodiária como mães, donas de casa e profissionais, resolvem dar prosseguimento aos estudos ecursar a universidade, passando a vivenciar uma tríplice jornada de trabalho diária. Além decolocar em evidência algumas das estratégias de sobrevivência e longevidade escolarempreendidas por essas mulheres no interior do espaço universitário, aponta também como sedeu a conciliação (ou não entre as obrigações domésticas, trabalhistas e escolares. Ao mesmotempo que se percebem como mulheres-vítimas, também se impõem como mulheres-sujeitos.São conscientes de suas limitações, mas se negam a desistir de seus sonhos.

  5. A MULHER NO TRABALHO: A SITUAÇÃO DE FUNCIONÁRIAS DA HOTELARIA DE JOÃO PESSOA-PB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora de Souza Costa

    2011-10-01

    Full Text Available As questões referentes à mulher no mercado de trabalho têm sido cada vez mais objeto de estudo, sendo que os enfoques podem ser relacionados à ocupação das mulheres por setores econômicos; aos problemas relacionados à situação da mulher no mercado de trabalho; à qualidade de vida no trabalho; as políticas e práticas de gestão de pessoas; entre outros. Dentro desse panorama, torna-se importante identificar o papel da mulher dentro das empresas hoteleiras. Assim, o objetivo desse estudo é analisar a situação de funcionárias da hotelaria de João Pessoa – PB. A pesquisa foi desenvolvida em duas etapas: na primeira foi realizada uma pesquisa descritiva exploratória onde foi aplicado um questionário com os gerentes dos hotéis e, na segunda, foi aplicado um questionário as funcionárias. O estudo evidenciou que existe uma percepção positiva sobre a maioria das vivências no cotidiano de tais empresas no que concerne aos aspectos que foram abordados. Registra-se ainda que as funcionárias possuem uma imagem positiva da empresa tendo em vista que 94% das funcionárias consideram a empresa como um bom local de trabalho e, em sintonia com isto 80% assinalou que indicaria um amigo para trabalhar na empresa.

  6. Grupo de reeducação alimentar: uma experiência holística em saúde na pespectiva familiar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Mafra Brienza

    2002-12-01

    Full Text Available O estudo descreve uma experiência de desenvolvimento de um programa educativo familiar voltado para o tema Reeducação Alimentar. O mesmo se caracteriza por um processo que pode possibilitar à população avaliar a qualidade de vida. Justificam esta iniciativa o envelhecimento da população brasileira onde a obesidade desempenha um papel importante como fator de risco, bem como o despreparo do sistema de saúde e da sociedade. O presente trabalho é realizado em uma micro-área do município de Ribeirão Preto. Acontece na forma de grupos, com duração de 2 meses e participação média de 13 pessoas. Tem como clientela básica mulheres. Através da participação da clientela, são elaborados cardápios alimentares. São oferecidos grupos de manutenção que visam dar continuidade ao processo. Têm-se observado uma procura de aproximadamente 30 inscritos para cada grupo. Um Programa de Reeducação Alimentar contribui para o auto-cuidado e a auto-responsabilidade, apoiando estilos de vida mais saudáveis.

  7. Efeitos da terapia manual sobre a dor em mulheres com fibromialgia: uma revisão de literatura = Effects of manual therapy on pain in women with fibromyalgia: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ziani, Marciele Monzon

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar, através de uma revisão de literatura, os efeitos da terapia manual sobre a dor em mulheres com fibromialgia (FM. Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa, realizada nas bases de dados Pubmed, Lilacs, PEDro e Scielo, selecionando ensaios clínicos ou estudos quase experimental, nos idiomas português, inglês e espanhol, que objetivassem avaliar os efeitos da terapia manual sobre a dor em mulheres com FM. As palavras-chave e os operadores boleanos utilizados foram: “Musculoskeletal Manipulations OR manual therapy AND Fibromyalgia”. Resultados: De um total de 133 artigos encontrados, 9 deles foram selecionados para inclusão final no presente estudo. Desses, grande parte (55,5% dos estudos foram realizados no continente Europeu e apenas um foi conduzido na população brasileira. O tamanho amostral dos artigos variou de 12 a 86 indivíduos entre cada grupo estudado, sendo que 8 (88,8% deles utilizaram os critérios do Colégio Americano de Reumatologia para diagnóstico clínico da FM. As técnicas mais utilizadas foram à liberação miofascial (33,3%, a massagem de tecido conjuntivo (22,2% e a drenagem linfática manual (22,2%, sendo que a duração total do tratamento oscilou entre 3 e 20 semanas. Todos os estudos verificaram melhora da dor através das técnicas de terapia manual, com efeitos positivos também sobre os sintomas de ansiedade, sono, função física e qualidade de vida. Conclusão: Os achados da presente revisão demonstram que as técnicas de terapia manual parecem benéficas para o tratamento da dor em mulheres portadoras de FM

  8. Valoración de autocuidados en el acceso vascular para hemodiálisis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Luis García Araque

    2015-09-01

    Full Text Available Introducción: Diversos estudios han evidenciado la falta de formación y en consecuencia la falta de autocuidados en los pacientes renales sometidos a hemodiálisis y con acceso vascular. La enfermería debe asumir su rol de entrenadora de pacientes crónicos para que alcancen una situación de equilibrio entre sus deseos y lo que deben hacer, para que así puedan asumir la responsabilidad en la autoprovisión de los cuidados básicos del mismo. El objetivo fue evaluar los conocimientos que tiene el paciente sobre las necesidades de cuidado de su acceso vascular. Metodología: El presente estudio se realizó en el Centro de Hemodiálisis Fresenius Sagunto situado en la población de Canet D'en Berenguer (Valencia.Se utilizaron dos instrumentos de medición; un cuestionario para pacientes con fístula arteriovenosa, y otro para pacientes con catéter venoso central, donde se incluyen aspectos generales del autocuidado, acciones para mantener el acceso vascular en óptimas condiciones y medidas generales de aplicación en caso de emergencia. Los cuestionaros fueron recogidos durante el periodo comprendido entre el 1 de junio y el 5 de junio del 2015. Se realizó un muestreo por selección intencionada y se consiguió la colaboración de 57 pacientes. Resultados: El nivel de conocimientos de autocuidados del acceso vascular de los pacientes fue alto en la mayoría de los casos. Los pacientes fueron predominantemente de sexo masculino, pertenecientes a la tercera edad, de estado civil casado, tenían un nivel de estudios básicos, tenían una fístula arteriovenosa como acceso vascular y disponían de bastante experiencia y tiempo de tratamiento. Conclusiones: Obtenemos como conclusión final que la hipótesis planteada: "una deficiencia de autocuidados del paciente del centro de hemodiálisis Fresenius Sagunto sobre su AV como consecuencia de un déficit de conocimientos" no se cumple en la muestra de pacientes estudiados.

  9. Perfil fenotípico, diferenciação molecular, produção de enzimas e sensibilidade aos antifúngicos de amostras de leveduras isoladas em três grupos amostrais: mulheres assintomáticas, com candidíase vulvovaginal primária e recorrente.

    OpenAIRE

    Debora Moreira

    2012-01-01

    O presente estudo foi realizado com 258 mulheres, com e sem sintomas de candidíase vulvovaginal, atendidas no Centro de Saúde Geraldo Paula Souza, da Faculdade de Saúde Pública da USP. Leveduras foram isoladas em 162 mulheres, sendo que 34% foram de mulheres assintomáticas, 34% com sintomas de candidíase vulvovaginal primária (CVV) e 32% com candidíase vulvovaginal recorrente (CVVR). As espécies mais isoladas foram C . albicans, C. parapsilosis, C. glabrata e C. tropicalis. Espécies como C. m...

  10. Mulheres, migrantes, trabalhadoras: a segregação no mercado de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delia Dutra

    Full Text Available O presente trabalho, ancorado em uma pesquisa desenvolvida no âmbito do Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios, analisa a experiência vivida por mulheres migrantes em diversos países centrando a reflexão na dimensão do trabalho no contexto do processo migratório internacional. Tomando como ponto de partida a perspectiva das próprias protagonistas - paraguaias no Brasil, brasileiras nos Estados Unidos, haitianas na República Dominicana, colombianas no Equador, filipinas na Itália e nicaraguenses na Costa Rica -, busca-se identificar dificuldades enfrentadas no que refere à vida profissional dessas mulheres. Parte-se do entendimento de que a migração pode ser vista como uma alternativa para escapar de situações de pobreza e exclusão do mercado de trabalho no país de origem. A pesquisa aponta a existência de segregação no mercado de trabalho.

  11. A teoria do auto-cuidado e sua aplicabilidade no sistema de alojamento conjunto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Remor

    1986-09-01

    Full Text Available O trabalho se refere à aplicação da teoria do OREM no sistema de alojamento conjunto, visando determinar as deficiências das capacidades dos indivíduos para execução de medidas de auto-cuidado.

  12. Percepciones del autocuidado alimentario de Puerperas según la cosmovisión andina, distrito de Potoni 2007.

    OpenAIRE

    Yucra Sotomayor, Martha

    2008-01-01

    La presente investigación titulada “percepciones del autocuidado alimentario de puérperas según la cosmovisión andina, Distrito de Potoni - 2007", se realizó para determinar el autocuidado alimentario, físico, emocional, mágico religioso, uso de sustancias vegetales, minerales y orgánicas durante el puerperio. Se utilizó la entrevista individual a profundidad a quince puérperas de 26 a 44 años de edad, el número de puérperas se determinó por el método de saturación de datos, se validó mediant...

  13. Desafios à representação política de mulheres na Câmara dos Deputados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Leandro Rezende

    2017-10-01

    Full Text Available Este artigo discute os desafios à representação política de mulheres na Câmara dos Deputados. Argumento que à demanda pela eleição de mais mulheres deve ser agregada a discussão sobre as regras e procedimentos que regulam sua atuação, uma vez que essas podem limitá-la ou torná-la mais efetiva do ponto de vista da representação de mulheres. Avaliando a distribuição de recursos legislativos (vagas em comissões legislativas e presidências de comissões e da Mesa Diretora entre legisladoras e legisladores, pode-se constatar que essa ocorre de forma desigual. Apesar disso, destaca-se positivamente a criação da Secretaria da Mulher, instância que pode potencializar a atuação das legisladoras, mitigando os efeitos decorrentes dessas constituírem uma “pequena minoria”. Por fim, argumento que o desafio de eleger mais mulheres deve se articular à necessidade de garantir que às mulheres já eleitas sejam assegurados recursos que potencializem mudanças que garantam maior presença de mulheres nos espaços de poder e decisão.

  14. Fatores associados ao excesso de peso entre mulheres

    OpenAIRE

    Lopes,Aline Cristine Souza; Reyes,Alessandra Nunes Lima; Menezes,Mariana Carvalho de; Santos,Luana Caroline dos; César,Cibele Comini

    2012-01-01

    Objetivou-se caracterizar as usuárias e identificar os fatores associados ao excesso de peso em serviço público de Promoção à Saúde (SPS). Estudo transversal com todas as mulheres de SPS, denominado Academia da Cidade. Utilizaram-se variáveis antropométricas, consumo e hábitos alimentares, e relato de morbidades. Realizou-se análise descritiva e regressão linear múltipla (p

  15. Mulheres e Sustentabilidade: Ana Toni, Mara Régia, Marina Grossi, Thais Corral e Sandra Di Croce

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Litre

    2014-09-01

    Full Text Available No início de 2012, em um painel de alto nível da ONU sobre “Sustentabilidade Global”, os 22 líderes mundiais que redigiram o relatório Pessoas Resilientes, Planeta Resiliente: o caminho que vale a pena seguir - debatido também na Rio + 20 - argumentaram que as mulheres são fundamentais para o desenvolvimento sustentável. Mas, alertaram que, para valorizar esse papel, a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres devem alcançar uma dimensão mais significativa no âmbito econômico. “A persistente desigualdade de gênero tem que ser abordada como parte de qualquer virada séria em direção ao desenvolvimento sustentável”, afirmou o painel. Infelizmente, fora das recomendações de órgãos como a ONU, a realidade ainda está longe de ser a ideal. No mundo atual, mulheres de todas as idades, culturas e condições sociais enfrentam os maiores desafios socioeconômicos e culturais.

  16. Promoção da autonomia da mulher na consulta de enfermagem em saúde da família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Kuntz Durand

    Full Text Available Pesquisa de abordagem qualitativa articulada com o referencial metodológico de Paulo Freire, consistindo de três momentos: investigação temática; codificação e descodificação; desvelamento crítico. Objetivou compreender se a Consulta de Enfermagem promove a autonomia das mulheres em um Centro de Saúde. Constituíram-se seis Círculos de Cultura com duas horas de duração e média de nove participantes, ocorridos entre maio e julho de 2011. A investigação revelou oito temas, que foram desvelados em dois, necessidade de escuta e diálogo sobre violência doméstica, relação do enfermeiro e partícipes na Consulta de Enfermagem. Os resultados indicam que a Consulta pode constituir-se como espaço para o desenvolvimento de ações de Promoção, que ocorrem ainda timidamente no Centro de Saúde. Como possibilidades e limitações destacam-se a necessidade de capacitações multiprofissionais para compreender questões conceituais e estratégias de Promoção, intensificando suas práticas em todos os espaços do Sistema Único de Saúde.

  17. A percepção do corpo de mulheres com diabetes mellitus e obesidade

    OpenAIRE

    Valmir Aparecido de Oliveira

    2010-01-01

    Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa que teve o objetivo de compreender como as mulheres com diabetes mellitus (DM) tipo 2 e obesidade vivenciam o seu corpo, realizado no Centro de Pesquisa e Extensão Universitária do interior paulista, em 2009. O referencial teórico utilizado foi a Fenomenologia da Percepção de Maurice Merleau-Ponty. Para coleta de dados foi utilizada a questão norteadora: Como a senhora se sente com o seu corpo? Foram entrevistadas oito mulheres com diabetes melli...

  18. Sexual dysfunction, depression, and anxiety in young women according to relationship status: an online survey Disfunção sexual, depressão e ansiedade em mulheres jovens de acordo com o status de relacionamento: uma pesquisa on-line

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valeska Martinho Pereira

    2013-01-01

    Full Text Available BACKGROUND: Sexual dysfunction is a common, still poorly understood problem among women. Being or not in a relationship seems to be a risk factor for sexual dysfunction. OBJECTIVES: To evaluate the presence of sexual problems, anxiety, and depression in young women and to correlate findings with current relationship status (single, in a committed relationship, or married. METHODS: Data were collected trough an online survey from a total of 155 women aged between 20 and 29 years. Sociodemographic data were collected, and both the Hospital Anxiety and Depression scale and the Female Sexual Function Index were applied. Data were statistically analyzed using the chi-square and Kruskal-Wallis tests, and groups were compared in 2 x 2 matrices using the Mann-Whitney test. RESULTS: Single women showed a significantly higher prevalence of problems in the lubrication (45.3%, orgasm (53.1%, satisfaction (67.2%, and pain (50% domains and also in total Female Sexual Function Index scores (60.9% in comparison with the other groups. Additionally, significantly higher depression scores were found among single women (5.89±3.3 in comparison to those in a committed relationship (4.05±2.83. Anxiety scores were similar in all groups. CONCLUSION: Our findings suggest that single women have a poorer sexual function and are more likely to have mood disorders in comparison to their peers involved in stable relationships.CONTEXTO: Disfunção sexual é um problema comum e ainda pouco compreendido entre mulheres. Estar ou não em um relacionamento parece ser um fator de risco para disfunção sexual. OBJETIVO: Avaliar a presença de problemas sexuais, ansiedade e depressão em jovens mulheres e correlacionar os achados ao estado de relacionamento atual (solteiras, em relacionamento sério ou casadas. MÉTODOS: Dados foram coletados através de pesquisa on-line de um total de 155 mulheres com idade entre 20 e 29 anos. Foram coletados dados sociodemográficos, e a Escala

  19. Mulheres e forma??o docente em tempos de tic: narrativas de experi?ncias de inclus?o, compet?ncias e empoderamento na UFPB virtual

    OpenAIRE

    Barbosa, Rita Cristiana

    2015-01-01

    As experi?ncias de Educa??o ? Dist?ncia (EaD) desenvolvidas no Brasil t?m como objetivo principal formar professores(as) que atuam no magist?rio sem a forma??o superior e tamb?m atingir a grande demanda de pessoas que n?o t?m acesso ? educa??o superior, situa??o agravada em lugares distantes dos grandes centros e nos Estados mais pobres do pa?s. Assim, os cursos EaD de forma??o docente contam com alunado composto majoritariamente por mulheres trabalhadoras com mais de 30 anos. Dentre as vanta...

  20. Clinical profile, quality of life and depressive symptoms of women with urinary incontince attending a university hospital Perfil clínico, qualidade de vida e sintomas depressivos de mulheres com incontinência urinária atendidas em hospital-escola

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mara R. Knorst

    2011-04-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To describe the characteristics of urinary incontinence (UI and to evaluate its impact on health-related quality of life (QOL and depressive symptoms in women referred for physical therapy at a university hospital. METHODS: A descriptive cross-sectional study with demographic data collection related to UI. All women were evaluated through examination and also through depression and QOL questionnaires. RESULTS: Forty-eight women were evaluated (53.8±10.9 years, 47.9% with mixed UI (MUI, 39.6% with stress UI (SUI and 12.5% with urge UI (UUI. In 50% of the cases the urinary loss lasted between 3.3 and 10 years. There was no significant difference in the pelvic floor muscle strength among the different types of UI (P>0.05. Depressive symptoms were detected in 37% of the women. Changes in the QOL were observed in all three groups of women with UI. According to the King's Health Questionnaire (KHQ, women with MUI presented more compromised health perception and greater physical, social, daily activity and personal relationship limitations (POBJETIVOS: Descrever as características da incontinência urinária (IU e avaliar seu impacto na qualidade de vida (QV relacionada à saúde e aos sintomas depressivos de mulheres encaminhadas para atendimento fisioterapêutico em hospital universitário. MÉTODOS: Estudo descritivo transversal com coleta de dados demográficos e dos relacionados à IU. Todas as mulheres foram avaliadas por meio de exame físico e por escalas de depressão e QV. RESULTADOS: Foram avaliadas 48 mulheres (53,8±10,9 anos; 47,9% com incontinência urinária mista (IUM, 39,6% com incontinência urinária de esforço (IUE e 12,5% com incontinência urinária de urgência (IUU. Em 50% dos casos, a perda urinária durou entre 3,3 e 10 anos. Não houve diferença na força da musculatura perineal nos diferentes tipos de IU (P>0,05. Sintomas depressivos foram detectados em 37% das mulheres. Observou-se alteração da QV nos tr

  1. Eosinofilia no sangue periférico de mulheres com candidiase vaginal recorrente

    OpenAIRE

    Queiroz Filho,José; Gonçalves,Ana Katherine; Cavalcante Júnior,Geraldo Barroso; Pessoa,Daliana Caldas; Eleutério Júnior,José; Giraldo,Paulo César; Sales,Valéria Soraya de Farias

    2013-01-01

    OBJETIVO: Quantificar o número de células de defesa e os níveis de imunoglobulina E (IgE) no sangue periférico em amostra de mulheres com candidíase vaginal recorrente. MÉTODOS: Estudo de corte transversal com 60 mulheres, 40 com candidíase vulvovaginal e 20 do grupo controle (sem doença). As células de defesa foram identificadas utilizando um sistema de impedância combinada com a citometria de fluxo, os níveis de IgE total e específica foram medidos por meio de técnicas de quimiluminescência...

  2. Perfil sócio demográfico e possíveis fatores de risco em mulheres com câncer de mama: um retrato da amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Santos da Penha

    2013-12-01

    Full Text Available O câncer de mama é a neoplasia que mais acomete mulheres no mundo e no Brasil, sendo que a ocorrência desta está relacionada com exposição a diversos fatores de risco. Este estudo observou possíveis variáveis que poderiam ser fatores de risco para o câncer de mama em 18 mulheres diagnosticadas com essa neoplasia em um Hospital Oncológico em Belém-Pará, utilizando abordagem observacional, descritiva e prospectiva. Os dados foram coletados durante cinco meses, através de um questionário acerca de aspectos sócio demográficos, hábitos de vida, características reprodutivas e antecedentes familiares de câncer de mama. A média de idade ao diagnóstico foi 49 anos (± 10,74, sendo que 44,4% estavam na faixa etária de 41 a 50 anos, 61,1% eram procedentes da Região Metropolitana de Belém e 50% tinham ensino médio. Encontrava-se em sobrepeso 44,4% das entrevistadas e 38,9% eram obesas. Observou-se que 5,6% tiveram menarca em idade inferior a 12 anos e 11,1% entraram em menopausa depois dos 50 anos. Apenas 5,6% das pacientes tiveram a primeira gestação após os 30 anos. Houve casos de aborto em 33,3% das pacientes. Todas as pacientes amamentaram, sendo que 11,1% o fizeram por menos de seis meses. Das pacientes entrevistadas, 61,1% utilizaram contraceptivos orais. Apenas 5,6% delas possuíam historia familiar de neoplasia de mama. Dessa forma, a idade avançada e a massa corpórea acima do ideal foram as variáveis com maior frequência, o que demonstra a necessidade de conhecer os fatores de risco de forma regional, para contribuir com a prevenção e diagnóstico precoce dessa neoplasia.

  3. Mulheres ciganas, criminalidade e adaptação ao meio prisional

    OpenAIRE

    Segurado, Nuno

    2014-01-01

    Dissertação de Mestrado em Relações Interculturais apresentada à Universidade Aberta Este trabalho tem por base o estudo das reclusas ciganas no Estabelecimento Prisional de Tires, a cumprir pena efetiva com trânsito em julgado, com o objetivo de perceber o tipo de criminalidade associado à mulher cigana e o processo de adaptação ao meio prisional. Nesse sentido, foi realizada uma abordagem sobre o desenvolvimento do sistema penal e do sistema prisional português enquanto in...

  4. Estudio documental (2006-2013 sobre el autocuidado en el día a día del paciente con enfermedad renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Julia Carrillo Algarra

    2013-09-01

    Full Text Available Objetivo: Describir las actividades de autocuidado realizadas por los pacientes con enfermedad renal crónica (ERC que se encuentran en los diferentes tratamientos sustitutivos, reportadas en la literatura científica durante el período 2006 a 2013. Material y método: Estudio documental de corte cualitativo, en el cual se revisaron artículos originales de cualquier nacionalidad, publicados en español, inglés y portugués, indexados en las bases de datos: Elsevier Instituciones, ScienceDirect, Ciberindex, Nursing@Ovid, Ebsco Host, Pubmed Scielo, Lilacs, usando los descriptores autocuidado, cuidado de si, autogestión, ERC, hemodiálisis, diálisis peritoneal y trasplante renal. Para el análisis de los datos se utilizó el análisis de contenido. Resultados: Se seleccionaron ocho artículos que respondieron al objetivo del estudio, siete realizados en Brasil y uno en Canadá. Seis eran cualitativos. Todos realizados por Enfermeras, dos de ellos presentan explícitamente orientación teórica disciplinar. Promedio de publicación uno por año. Emergieron seis categorías: Mantenimiento y mejora de la aptitud/condición física; Mantenimiento y mejora del estado nutricional: comportamiento alimentario, Recreación como medida de autocuidado, Protección y mantenimiento de la función de la fistula arteriovenosa, Uso de terapia farmacológica como medida de autocuidado y Desde la experiencia y la construcción del conocimiento: algunas prácticas autocuidado. Conclusiones: Mantenimiento de la condición física y del estado nutricional fueron las actividades de autocuidado que emergieron con mayor relevancia. En la producción científica del autocuidado en pacientes con ERC en tratamientos sustitutivos, se resalta el liderazgo enfermero, pero se evidencia baja producción, especialmente en países en vía de desarrollo.

  5. Respostas cardiopulmonares agudas de mulheres no treinamento de força

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Antônio Gonsalves Sindorf

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar as respostas cardiopulmonares de uma sessão de treinamento de força em mulheres jovens. MÉTODO: Participaram do estudo 23 mulheres, com idade entre 18 e 29 anos. Todas as voluntárias foram submetidas aos seguintes testes: cardiopulmonar e de uma repetição máxima (1-RM. O protocolo de treinamento de força teve ênfase em hipertrofia muscular, três séries de oito a 12 repetições a 70% de 1-RM, com intervalos de um minuto e 30 segundos entre as séries. Durante a sessão de treinamento foi realizada a medida das variáveis cardiopulmonares por meio de analisador de gases metabólicos e módulo de telemetria. RESULTADOS: Os resultados do consumo de oxigênio da sessão de treinamento foram de 8,43 ± 1,76 ml/kg/min e da frequência cardíaca de 108,08 ± 15,26 bpm. Os resultados do consumo de oxigênio e da frequência cardíaca do treino foram inferiores (p < 0,01 ao do limiar ventilatório e das reservas do consumo de oxigênio e da frequência cardíaca. CONCLUSÃO: Os dados obtidos indicam que o presente protocolo de treinamento de força proporcionou pequena sobrecarga ao sistema cardiorrespiratório de mulheres jovens.

  6. (Invisibilidade da violência contra as mulheres na saúde mental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Pedrosa

    Full Text Available RESUMO O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento acerca da percepção, crenças e conhecimentos sobre violência contra as mulheres e políticas públicas em profissionais de saúde mental. Foram realizadas 12 entrevistas e, a partir da análise de seus conteúdos, foram criadas cinco categorias: “percepção das demandas apresentadas por homens e mulheres”, “experiência no atendimento a mulheres que sofreram violência”, “relação entre violência e saúde mental”, “conhecimento sobre a Lei Maria da Penha e políticas públicas para as mulheres” e “(desconhecimento da notificação compulsória da violência contra as mulheres”. Os profissionais apresentaram dificuldade para lidar com o tema, principalmente relacionada à notificação da violência e ao encaminhamento do caso. A atuação é baseada na intuição e não em conhecimentos teórico práticos.

  7. Frequency of Mycoplasma hominis and Ureaplasma urealyticum infections in women with systemic lupus erythematosus Freqüência da infecção pelo Mycoplasma hominis e Ureaplasma urealyticum em mulheres portadoras de lupus eritematoso sistêmico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alcyone A. Machado

    2001-06-01

    Full Text Available Ureaplasma urealyticum (UU and Mycoplasma hominis (MH have been detected in the urine of women with systemic lupus erythematosus (SLE. We evaluated the presence of these mycoplasma in the endocervix of women presenting SLE. A total of 40 SLE patients (mean age 40.2 years, and 51 healthy women (mean age 30.9 years, were studied. Endocervical swabs were cultured in specific liquid media for MH or UU, detected by a quantitative color assay, and considered positive at >10³ dilutions. Statistical analysis was performed using the two-tailed Fisher test. UU was detected in 52.5 % of patients and in 11.8% of controls (p= 0.000059. MH was detected in 20% of patients and 2% controls (p=0.003905. Both mycoplasmas were detected in 7.3% patients and 0% controls (pUreaplasma urealyticum (UU e Mycoplasma hominis (MH têm sido detectados em urina de mulheres com lupus eritematoso sistêmico (LES. Avaliamos a presença destes mycoplasmas no endocervix de mulheres apresentando LES. Um total de 40 pacientes com LES (idade média de 40,2 anos, e 51 mulheres sadias (idade média de 30.9 anos, foram estudadas. Swabs do endocervix foram cultivados em meio líquido específico para MH e UU, detectados por teste colorimétrico quantitativo, considerando positivo diluições > 10³ . Análise estatística foi feita usando teste de Fisher. UU foi detectado em 52,5% das pacientes e em 11,8% dos controles (p= 0.000059. MH foi detectado em 20% das pacientes e 2% dos controles (p=0.003905. Ambos mycoplasmas foram detectados em 7,3 % das pacientes e 0% dos controles (p<0.000001. Os resultados aqui reportados corroboram com a associação de infecção por mycoplasma e LES. Estes agentes podem estimular a produção de clones autoreativos.

  8. A FREQUENTE LUTA DAS MULHERES POR PUNIÇÕES AOS SEUS AGRESSORES: FEMINICÍDIO X LEI MARIA DA PENHA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brizza Oliveira Lima

    2017-03-01

    Full Text Available Resumo: Ainda que existam leis no ordenamento jurídico brasileiro que visam proteger os direitos humanos das mulheres, como a lei nº 11.340 de 07 de Agosto de 2006 – Lei Maria da Penha, e a mais recente, lei nº 13.104 de 09 de março de 2015 – Lei do Feminicídio, que inseriu no §2º do artigo 121, do Código Penal a figura do feminicídio como qualificadora do crime de homicídio, perdura ainda, a persistência da violência contra a mulher. Este artigo busca responder a seguinte questão: Se a Lei Maria da Penha fosse mais bem estruturada na sua aplicabilidade, o Feminicídio diminuiria? Com base nas informações coletadas em artigos científicos, pesquisas, leis e em doutrinas do Direito das quais demonstram que a figura do Feminicídio, pode em certas hipóteses imiscuir-se no conhecimento da Lei Maria da Penha, a qual ao ponto de vista deste estudo poderia prevenir diversos feminicídios, preservando a vida de cada uma das mulheres violentadas e muitas vezes mortas.

  9. Aborto provocado em mulheres da periferia da cidade de São Paulo: vivência e aspectos socioeconômicos Abortion in women living in the outskirts of Sao Paulo: experience and socioeconomic aspects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Mendes Gigliotti Borsari

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar e analisar aspectos socioeconômicos e emocionais na vivência do aborto provocado e espontâneo em mulheres da periferia da cidade de São Paulo. MÉTODOS: Estudo prospectivo e caso-controle realizado no período de julho de 2008 a março de 2010, envolvendo a realização de entrevistas semidirigidas, previamente elaboradas com mulheres que apresentavam diagnóstico médico de aborto internadas em dois hospitais públicos da periferia da cidade de São Paulo. Foram incluídas 100 mulheres com diagnóstico de aborto que foram internadas para a realização da curetagem uterina. Foram identificadas 11 mulheres que relataram ter provocado aborto (11% que constituíram o grupo de casos. O grupo controle (n=22 foi selecionado na proporção 2:1, seguindo-se o procedimento: para cada caso de aborto provocado, os próximos dois casos de aborto espontâneo, do mesmo hospital. Foi realizada entrevista semiestruturada com perguntas relativas aos aspectos emocionais, ao contexto familiar, social e econômico. RESULTADOS: As mulheres do grupo com aborto provocado, em relação ao grupo com aborto espontâneo, apresentaram menor escolaridade, sendo mais frequente o nível fundamental (82 versus 36%, p=0,04; menor renda familiar (mediana, R$ 1.000,00 versus R$ 1.400,00, p=0,04; menor renda pessoal (mediana, R$ 200,00 versus R$ 333,00, p=0,04, maior frequência de sentimentos negativos na suspeita (82 versus 22%, p=0,004 e na confirmação (72 versus 22%, p=0,03 da gravidez. CONCLUSÃO: O aborto provocado em mulheres que procuram atendimento em hospitais da periferia da cidade de São Paulo está relacionado a condições socioeconômicas desfavoráveis, o que prejudica a vivência na suspeita e confirmação da gravidez.PURPOSE: To compare and analyze socioeconomic aspects and the emotional experience of women with spontaneous or induced abortion and in women living in the outskirts of São Paulo. METHODS: A prospective case-control study

  10. O custo da cura: vivências de conforto e desconforto de mulheres submetidas à braquiterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Míbsam Lysia Carvalho Alves Soares

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Descrever as vivências de conforto e desconforto de mulheres que se submeteram à braquiterapia para tratamento de câncer do colo uterino. Métodos: Estudo qualitativo, desenvolvido em 2013, embasado na Teoria do Conforto de Kolcaba e realizado por meio de entrevistas semiestruturadas com oito mulheres que concluíram o tratamento há, no mínimo, seis meses. Resultados: Sobressaíram os seguintes desconfortos: dor do procedimento e dos efeitos pós-tratamento, no contexto físico; medo do desconhecido e do sofrimento, falta de acompanhante, estresse por sentir-se constrangida durante o tratamento, baixa autoestima e trauma psicológico pós-terapia, no contexto psicoespiritual. As medidas de conforto consistiram no diálogo com o profissional, administração de medicações e uso da fé e espiritualidade. Conclusão: Os resultados oferecem subsídios para a prática de profissionais de saúde em relação aos confortos e desconfortos que merecem ser alvo de intervenções na assistência à mulher com câncer.

  11. Relações raça e gênero em jogo: a questão reprodutiva de mulheres negras e brancas

    OpenAIRE

    Raquel Souzas

    2004-01-01

    Introdução: No âmbito das discussões de gênero e raça, as desigualdades que marcam a condição da mulher, nem sempre, são contempladas, ao contrário, há uma série de discursos que visam a naturalizar diferenças, forjadas historicamente. Nesse sentido, indagar sobre o significado dessas diferenças, no âmbito da saúde reprodutiva, apresenta-se como problema de investigação. Nesse campo, decisões e arranjos reprodutivos dos indivíduos partem ou resultam em processos de negociação, não só condici...

  12. O método Pilates® sobre a resistência muscular localizada em mulheres adultas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Bainchetti Ferreira

    2007-12-01

    Full Text Available Introdução: vários são os estudos que investigam a relação entre o sedentarismo como fator de risco para diversas patologias, bem como a relação de um estilo de vida ativo como fator de proteção a agravos a saúde. O Método Pilates® surge como forma de condicionamento físico interessado em proporcionar bem-estar geral ao indivíduo, e capaz de proporcionar força, flexibilidade, boa postura, controle motor, consciência e percepção corporal melhorada. Objetivo: analisar a influência do método Pilates® sobre a resistência de força na flexão de braço e em exercício abdominal em mulheres submetidas a uma intervenção de nove semanas. Metodologia: o estudo foi composto por 12 voluntárias do sexo feminino com idade entre 25 e 40 anos. Os testes realizados foram o de abdominal e flexão de braço. O grupo foi submetido a um pré e um pós-teste, havendo um período de nove semanas entre cada uma das avaliações. Entre os pré e pós-teste, o grupo foi submetido a três sessões semanais de treinamento de 50 minutos cada com o Método Pilates®. Resultados: foi verificada diferença significativa entre o pré e o pós-teste (p<0.05, demonstrando assim uma melhora no pós-teste em relação aos valores encontrados no pré-teste. Discussão: a prática do Método Pilates® tende a se apresentar como um importante aliado na promoção da saúde e indicando possibilidade de ganhos no que se refere à melhora no perfil dos padrões de resistência de força dos praticantes da atividade.

  13. Notas de reflexão em torno da escrita das mulheres, antes do século XX, na literatura portuguesa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio Mario da Silva

    2014-12-01

    Full Text Available Este trabalho pretende demonstrar, de maneira bem sucinta, que a história da literatura, pelo menos no que concerne à literatura portuguesa, é fortemente demarcada pelo conceito masculino de autoria, de tal forma que quase omite a produção literária feminina, sendo esta restrita, adicionalmente, a produções anteriores ao século XX. Tendo em vista esses aspectos iremos demonstrar, através de alguns pontos de reflexão, como essa ideia está sedimentada de tal forma que, entre leigos e especialistas, não se consegue crer que existam produções significativas de mulheres, no contexto português, antes da era vicentista.

  14. O Rio de Janeiro e a mulher no léxico de canções da bossa nova

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Daruj Gil

    2016-03-01

    Full Text Available Este artigo trata do léxico de canções da bossa nova que têm como tema o Rio de Janeiro, com o objetivo de expor a relação entre a cidade e a mulher, marcada nesse conjunto vocabular.Selecionou-se um corpus de sete canções desse gênero musical, produzidas entre 1954 e 1964, e em seguida realizou-se o levantamento e organização do léxico no campo semântico cidade- mulher, conjunto linguístico no qual se concentrou a análise, que está fundamentada em orientações dos estudos do léxico (BIDERMAN, 2001; COSERIU, 1977; POTTIER, 1978; VILELA, 1994 e em princípios da análise crítica do discurso sociocognitiva (VAN DIJK, 2003a, 2003b.

  15. Saúde reprodutiva e mulheres indígenas do Alto Rio Negro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Azevedo

    Full Text Available O presente artigo descreve e analisa as concepções próprias das mulheres indígenas do Alto Rio Negro sobre saúde reprodutiva, relacionando-as a indicadores de fecundidade. As informações qualitativas apontam para um conhecimento detalhado e complexo que as mulheres indígenas dessa região possuem sobre seu corpo e os cuidados com sua saúde. Os níveis e padrões etários da fecundidade estão relacionados com a etnia das mulheres, portanto, aos sistemas tradicionais de cuidados com a saúde desses povos. A pesquisa foi desenvolvida entre 1997 e 2003, na região de Iauaretê, Terra Indígena Alto Rio Negro (AM, e teve como primeira fonte de dados o Censo Indígena Autônomo do Rio Negro - CIARN-, levado a efeito pela Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro - FOIRN - em 1992.

  16. Anxiety disorders in women: does gender matter to treatment? Transtornos de ansiedade em mulheres: gênero influencia o tratamento?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Kinrys

    2005-10-01

    Full Text Available Women have a substantially higher risk of developing lifetime anxiety disorders compared with men. In addition, research evidence has generally observed an increased symptom severity, chronic course, and functional impairment in women with anxiety disorders in comparison to men. However, the reasons for the increased risk in developing an anxiety disorder in women are still unknown and have yet to be adequately investigated. Evidence from various studies has suggested that genetic factors and female reproductive hormones may play important roles in the expression of these gender differences. The significant differences in onset and course of illness observed in men and women diagnosed with anxiety disorders warrants investigations into the need of differential treatment; however, evidence of gender differences in treatment response to different anxiety disorders are varying and remain largely inconclusive. This article reviews the prevalence, epidemiology, and phenomenology of the major anxiety disorders in women, as well as the implications of such differences for treatment.Mulheres apresentam um risco significativamente maior comparado com o dos homens para o desenvolvimento de transtornos de ansiedade ao longo da vida. Além disso, diversos estudos sugerem maior gravidade de sintomas, maior cronicidade e maior prejuízo funcional dos transtornos de ansiedade entre as mulheres. Apesar disso, os motivos que levam a este aumento de risco no sexo feminino são ainda desconhecidos e precisam ser adequadamente investigados. Vários estudos apresentam evidências de que, entre as prováveis causas dessa diferença entre os sexos, estão os fatores genéticos e a influência exercida pelos hormônios sexuais femininos. As diferenças de gênero encontradas nos transtornos de ansiedade em relação ao início e à evolução da doença indicam que é necessário investigar a necessidade de tratamentos diferenciados para homens e mulheres. Entretanto

  17. Consumo abusivo de álcool em mulheres Consumo excesivo de alcohol entre las mujeres Heavy alcohol consumption among women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciele Cadahaiane de Oliveira

    2012-06-01

    Full Text Available Este estudo descritivo, exploratório, objetivou caracterizar as mulheres atendidas em um Hospital de Ensino do Noroeste do Paraná, por abuso de álcool, nos anos de 1999 a 2008, segundo variáveis sociodemográficas e dados da intoxicação. Dos 823 atendimentos, a faixa etária mais frequente foi dos 20 aos 49 anos (58,32%. 13 (1,58% mulheres estavam grávidas; 12,5% apresentavam de 9 a 12 anos de estudo. Os destilados foram a principal bebida utilizada, e a ingestão foi mais prevalente no período noturno. Cerca de 156 (18,96% mulheres necessitaram de internamento hospitalar. Evasão hospitalar foi observada em 8,5% dos casos. Conclui-se que a população feminina representa um subgrupo da população suscetível ao abuso do álcool, e, com o perfil descrito neste estudo, foi possível descrever as áreas de impacto na saúde da mulher, possibilitando a implementação de medidas preventivas para diminuir a ocorrência, as complicações e a reincidência nessa população.Este estudio descriptivo, exploratorio tiene por objetivo caracterizar las mujeres que acuden a Hospital Universitario de Paraná en el Noroeste, por abuso de alcohol en los años de 1999 a 2008, según los datos sociodemográficos de la intoxicación y se asocia con trauma y violencia. De los 823 atendimentos la faja de edad más frecuente fue de los 20 a los 49 años (58,32%. 13 (1,58% mujeres estaban embarazadas; 12,5% presentaban de 9 a 12 años de escolaridad.. fonéticamente Los destilados fueron la bebida principal y más prevalente en la noche. Cerca de 156 (18,96% mujeres requirieron hospitalización. La evasión hospitalaria se observó en el 8,5% de los casos. Se concluye que la población femenina representa un subgrupo de la población susceptible al abuso del alcohol y, con el perfil descrito en este estudio, fue posible describir las áreas de impacto en la salud de la mujer, posibilitando la implementación de medidas preventivas para disminuir el

  18. Obesidade em adultos de segmentos pauperizados da sociedade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marinho Sheila Pita

    2003-01-01

    Full Text Available O aumento da incidência de obesidade em segmentos pauperizados da sociedade levanta a questão sobre sua etiologia. Este trabalho pretende caracterizar a prevalência de sobrepeso e obesidade nestas populações. Participaram da pesquisa 390 famílias, incluindo 782 indivíduos com idades iguais ou maiores de 19 anos, dos quais 360 (46,0% eram homens e 422 (54,0% mulheres. As prevalências de obesidade entre os homens das zonas urbana e rural foram de 5,6% e 5,8%, respectivamente. Em relação ao sobrepeso, esta incidência foi de cerca de 25% em ambas as regiões, evidenciando-se aumento com a idade. As prevalências de obesidade entre homens e mulheres foram, respectivamente, de 5,6% e 21,6% (p<0,05. Entre as mulheres a ocorrência de obesidade aumentou discretamente com a idade, com prevalências padronizadas de 19,8% na zona urbana e 23,4% na rural. Considerando tratar-se de uma população pauperizada, o excesso de peso, que atinge principalmente as mulheres, tem etiologia complexa e precisa ser melhor estudado.

  19. Validação do questionário de qualidade de vida (King's Health Questionnaire) em mulheres brasileiras com incontinência urinária

    OpenAIRE

    Fonseca,Eliana Suelotto Machado; Camargo,Adriana Luciana Moreno; Castro,Rodrigo de Aquino; Sartori,Marair Gracio Ferreira; Fonseca,Marcelo Cunio Machado; Lima,Geraldo Rodrigues de; Girão,Manoel João Batista de Castello

    2005-01-01

    OBJETIVO: a proposta deste estudo foi traduzir e validar o King's Health Questionnaire (KHQ) para mulheres brasileiras com incontinência urinária. MÉTODOS: 134 pacientes com incontinência urinária, confirmada pelo estudo urodinâmico, foram recrutadas em ambulatório de Uroginecologia. Inicialmente, traduzimos o questionário KHQ para a língua portuguesa (do Brasil) de acordo com critérios internacionais. Devido às diferenças da língua, fizemos a adaptação cultural, estrutural, conceitual e semâ...

  20. Validação de equações de predição da taxa metabólica basal em mulheres residentes em Porto Alegre, RS, Brasil Validation of predictive equations of basal metabolic rate of women living in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Wahrlich

    2001-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a taxa metabólica basal em mulheres de 20 a 40 anos, não-gestantes ou lactantes, e comparar o valor medido com os valores de taxa metabólica basal estimados por equações de predição. MÉTODOS: A taxa metabólica basal foi medida por calorimetria indireta, pela manhã, durante a fase folicular do ciclo menstrual, em 60 voluntárias residentes no município de Porto Alegre, RS, sob condições padronizadas de jejum, repouso e ambiente. RESULTADOS: A média (± desvio-padrão da taxa metabólica basal medida foi 1.185,3±148,6 kcal em 24 horas. A taxa metabólica basal, estimada por equações, foi significativamente maior (7% a 17% do que a taxa metabólica basal medida. CONCLUSÕES: Os dados evidenciaram que as equações de predição não são adequadas para estimar a taxa metabólica basal nas mulheres avaliadas. O emprego dessas equações podem superestimar os requerimentos energéticos para mulheres com características semelhantes.OBJECTIVE: To measure the basal metabolic rate of women (aged 20 to 40 years living in Porto Alegre, Brazil, and to compare it with estimated values bored on published predictive equations. METHODS: Basal metabolic rate was measured by indirect calorimetry under standard conditions in the follicular phase of the menstrual cycle of 60 volunteers. RESULTS: Mean measured basal metabolic rate (± standard deviation was 1,185.3± 148.6 kcal/24 hours. Estimated basal metabolic rates were significantly greater (7% to 17% than measured basal metabolic rate (p<0.0001. CONCLUSIONS: These results show that predictive equations are not suitable to estimate basal metabolic rate in these groups of women and that the use of estimated basal metabolic rate will lead to an overestimation of energy requirements in women with similar characteristics.

  1. Atividade física e qualidade de vida em mulheres com 60 anos ou mais: fatores associados Physical activity and quality of life in women aged 60 or older: associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Euller Duarte de Carvalho

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o nível de atividade física, a qualidade de vida e os fatores associados em mulheres com 60 anos ou mais. MÉTODOS: estudo de corte transversal que incluiu 271 mulheres frequentadoras de um centro de lazer e de mulheres atendidas no Ambulatório de Menopausa em Campinas (SP. As mulheres foram convidadas a participar da pesquisa, que foi realizada com o uso de entrevistas. Os instrumentos utilizados foram o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, versão 8, modificado para a população idosa para avaliar o nível de atividade física, e o Questionário de Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde, específico para este grupo (WHOQOL-OLD, para avaliar o escore de qualidade de vida. Os resultados do IPAQ foram avaliados por meio de tercis, e a associação entre resultados do WHOQOL-OLD e IPAQ e características das mulheres pelos testes t de Student/Mann-Whitney e de análises múltiplas. RESULTADOS: a média etária das mulheres foi de 67,4±5,3 anos. Destas, 33% foram classificadas como pouco ativas. A análise de cada domínio da atividade física mostrou que 60,8% do tempo foi gasto em atividade sentada (1.701,6±986,1 minutos/semana. Ser frequentadora de um centro de lazer, ter maior idade, sem companheiro, maior escolaridade e boa autopercepção do estado de saúde, sem antecedentes de doenças e maior renda foram características que se associaram significativamente à prática de exercícios físicos de intensidade moderada/vigorosa. A análise múltipla evidenciou que frequentar um centro de lazer em Campinas (SP e ter 70 anos ou mais aumentaram a chance de praticar exercícios físicos de intensidade moderada ou vigorosa, respectivamente, em 11,4 vezes e 2,8 vezes. O escore médio de qualidade de vida foi de 66,9±11,7. O maior valor foi observado no domínio referente às habilidades sensoriais (72,0±18,8, e o menor no que se refere à autonomia (60,3±16,2. A regressão linear mostrou que

  2. Uso de métodos contraceptivos entre mulheres com vida sexual ativa em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil Use of contraceptive methods by sexually active women in São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ioná Carreno

    2006-05-01

    Full Text Available Foi realizado um estudo transversal de base populacional em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, com objetivo de analisar o uso de métodos contraceptivos. A amostra envolveu 867 mulheres de 20 a 60 anos com vida sexual ativa. Entre as mulheres que referiram atividade sexual, 627 (61,1% referiram utilizar algum método contraceptivo. Entre as mulheres de 20 a 49 anos, 48,8% referiram utilizar anticoncepcionais orais; 18,7%, ligadura tubária; 17,3%, preservativos masculinos; e 7,3%, dispositivo intra-uterino. Entre as 186 mulheres de 50 a 60 anos que referiram vida sexual ativa, o método mais prevalente foi a ligadura tubária com 79,6%. Foi observada uma modificação de efeito em relação à prevalência de anticoncepcionais orais, idade e escolaridade, evidenciando uma menor prevalência nas mulheres de 20 a 29 anos e com baixa escolaridade. Assim, os achados da análise em São Leopoldo apontam para uma diversidade na prevalência do uso de métodos contraceptivos, inclusive não fazendo distinção na ocorrência de laqueadura tubária de acordo com variáveis sócio-econômicas, mas ainda revelam a necessidade de propiciar-se escolhas tecnicamente mais adequadas às mulheres mais jovens e com baixa escolaridade.In 2003, a population-based cross-sectional study was conducted in the urban area of São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brazil. The sample included 867 sexually active women from 20 to 60 years of age. The objective was to describe the use of contraceptive methods. Data were collected using a standardized questionnaire. The study analyzed the prevalence of contraceptive use and socioeconomic variables in women reporting an active sex life (84.5%, stratified by age groups. Some 627 (61.1% women reported use of contraceptive methods. In the 20-49-year old group, 48.8% reported using oral contraceptives, 18.7% tubal ligation, 17.3% condoms, and 7.3% IUDs. In the 50-60-year old group, the most widely used method was tubal ligation

  3. Mulheres vítimas de estrupo: contexto e enfrentamento dessa realidade Women rape victims: experiences and confrontation of this reality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Sudário

    2005-12-01

    Full Text Available Este artigo, parte da dissertação de mestrado da autora, analisa o contexto do estupro e seu enfrentamento pelas mulheres vitimadas e descreve o comportamento do estuprador com base na percepção da vítima. Cinco mulheres atendidas em um hospital de referência em HIV/AIDS responderam a entrevistas semi-estruturadas submetidas à técnica de análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram a vulnerabilidade da mulher, não somente em lugares ermos e vias públicas, mas também no trabalho e residência. Diante da frieza e crueldade do estuprador, que manifesta oscilações comportamentais variáveis, desde ameaças de morte até choro após a violência, a mulher lança mão de estratégias de libertação e sobrevivência. A busca pelo atendimento configura-se em uma verdadeira via-crucis. Entretanto, a despeito dos traumas adquiridos, as mulheres mostraram profunda resiliência.This article, as part of the authors' dissertation for her Masters degree, analyzes the experience of rape and the way victims face the problem. It also describes the behavior of the rapist based on the victims' view. Five women, who were being attended in a HIV/AIDS reference hospital, answered semi-structured interviews that were submitted to the technique of content analysis. The results show the vulnerability of woman, not only in deserted places and public ways but also at work and at home. The victims use strategies of liberation and survival at the moment of rape, in face of the rapist who reveals himself as being cruel and cold, with emotional oscillations that may vary from death threats to crying after the rape. Reaching out for assistance constitutes a real via cruxes for the victims. However, despite the traumas, they have demonstrated a profound capacity of resilience.

  4. Mulheres com diabete melito gestacional : conhecendo a doença e convivendo com ela

    OpenAIRE

    Joice Moreira Schmalfuss

    2011-01-01

    O diabete melito gestacional é um grupo de doenças metabólicas que pode afetar qualquer mulher e, quando não controlado, causar consequências graves para o binômio mãe/bebê. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo descritivoexploratório, que analisou o que as mulheres com diabete melito gestacional conhecem sobre a doença e como elas convivem com essa condição. O estudo foi realizado em um hospital universitário do município de Porto Alegre/RS, por meio de entrevistas com 25 gestantes d...

  5. Caracterização da dor em mulheres após tratamento do câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Tie Koga Ferreira

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo pretendeu caracterizar e localizar a dor nas mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama. Estudo de caráter exploratório, descritivo, com abordagem quantitativa, pelas medidas de tendência central e percentual. Pesquisa desenvolvida no Núcleo de Ensino e Pesquisa e Assistência na Reabilitação de Mastectomizadas com 30 mulheres. Os dados foram coletados no período de fevereiro a agosto de 2008, por meio de instrumento contendo variáveis capazes de caracterizar e localizar a dor, e foram tratados por meio de média, mediana, moda e desvio-padrão e percentual. Destacou-se que 56,7% mulheres referiram que a dor é diária, 46,7% mulheres referiram que a dor teve início após a cirurgia da mama, e para 40% a dor é constante. Conhecimento, reconhecimento e manejo do sintoma permitem ofertas terapêuticas alternativas para o alívio da dor, minimizando efeitos físicos e emocionais que podem ser causados na vida de mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama.

  6. Incontinência urinária entre mulheres climatéricas brasileiras: inquérito domiciliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guarisi Telma

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Por inquérito populacional domiciliar, investigar a prevalência de incontinência urinária de esforço e os fatores a ela associados em mulheres climatéricas. MÉTODOS: Realizou-se análise secundária de dados de um inquérito populacional domiciliar sobre o climatério e a menopausa em mulheres do município de Campinas, SP, Brasil. Foram selecionadas, por meio de estudo descritivo e exploratório de corte transversal, por processo de amostragem, 456 mulheres, na faixa etária de 45 a 60 anos de idade. Exploraram-se a queixa de incontinência urinária e os fatores de risco possivelmente relacionados -- idade, estrato socioeconômico, escolaridade, cor, paridade, tabagismo, índice de massa corpórea, cirurgias ginecológicas anteriores, estado menopausal e uso de terapia de reposição hormonal. Os dados foram coletados por entrevistas domiciliares, com questionários estruturados e pré-testados, adaptados pelos autores e fornecidos pela Fundação Internacional de Saúde, pela Sociedade Internacional de Menopausa e pela Sociedade Norte-Americana de Menopausa. A análise dos dados foi realizada por razão de prevalência (IC 95%. RESULTADOS: Das mulheres entrevistadas, 35% referiram perda urinária aos esforços. Nenhum dos fatores sociodemográficos estudados se mostrou associado ao risco de incontinência urinária. Também a paridade não alterou significativamente esse risco. Outros fatores como cirurgias ginecológicas anteriores, índice de massa corpórea e tabagismo não se mostraram associados à prevalência de incontinência urinária. O estado menopausal e o uso de terapia de reposição hormonal não modificaram o risco de incontinência urinária de esforço. CONCLUSÃO: Apesar de a prevalência de incontinência urinária em mulheres climatéricas ter sido alta, não se mostrou associada aos fatores socioeconômicos e reprodutivos abordados.

  7. Mulheres no climatério: nível de informações, ansiedade, depressão, qualidade de vida e resultados de uma intervenção psicológica

    OpenAIRE

    Jaqueline Rodrigues da Cunha Netto

    2002-01-01

    Em decorrência do aumento da expectativa de vida, um número cada vez maior de mulheres tem oportunidade de vivenciar o climatério e a menopausa. O climatério deve ser compreendido como evento biológico determinado pelo contexto sócio-cultural. Para muitas mulheres, em função da desinformação e de mitos, este período é visto negativamente. Este estudo teve como objetivos caracterizar um grupo de mulheres no climatério quanto ao nível de informações, ansiedade, depressão e qualidade de vida, e ...

  8. O papel exercido pela mulher no comércio do centro de Tubarão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jéssica Lippert Policarpo

    2012-03-01

    Full Text Available O presente artigo destaca os resultados parciais obtidos no Projeto de Iniciação Científica da Faculdade Senac Tubarão 2011, o qual investiga o papel exercido pela mulher no comércio de rua do Centro de Tubarão. Para tanto, far-se-á um retrospecto da evolução da atuação feminina em sociedade, sobretudo, no mundo corporativo. Em seguida, será exposta a metodologia do trabalho, bem como os resultados parciais alcançados. No que diz respeito à metodologia, este artigo apoia-se, inicialmente, em pesquisa bibliográfica e, posteriormente, na pesquisa. A primeira parte envolveu a aplicação de questionário junto a um contingente de gestores do universo de pesquisa proposto. Percebeu-se, neste contingente (parte do grupo de gestores entrevistados, que os homens têm prevalência na gestão dos estabelecimentos comerciais, embora seja crescente a participação da mulher no comando dessas organizações. 

  9. Resposta da cinética de consumo de oxigênio e da eficiência mecânica delta de homens e mulheres em diferentes intensidades de esforço

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucenildo S Cerqueira

    2011-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO:A eficiência mecânica delta (EMΔ e a cinética do consumo de oxigênio (K2 são influenciadas por parâmetros metabólicos musculares e pelo transporte de 2. O objetivo do presente estudo foi determinar a diferença na K2 e na EMΔ em três intensidades de esforço nos dois gêneros. MÉTODOS: 56 sujeitos (26 mulheres foram submetidos ao protocolo de esforço escalonado, contínuo e máximo (GxT no cicloergômetro mecânico para determinação da potência aeróbia máxima (2máx, carga máxima (Wmax, limiar anaeróbio (AT e ponto de compensação respiratória (PCR. O AT foi determinado através dos métodos V-slope e E E / 2; o PCR através da relação 2 versus E ; ambos por dois avaliadores. A EMΔ e a K 2 foram consideradas como a inclinação entre 2 versus Watts e 2 versus tempo (s, respectivamente, do começo do teste até o AT (S1, do AT ao PCR (S2 e do PCR ao 2máx (S3, determinada por análise de regressão linear. RESULTADOS: Para a EMΔ, diferenças significativas foram observadas entre S1 versus S2 (p = 0,001, S1 versus S3 (p = 0,001 e S2 versus S3 (p = 0,006. Não foi observada diferença (p = 0,060 ou interação significativa (p = 0,062 entre homens versus mulheres. Para a K 2 diferenças significativas foram observadas entre S1 versus S3 (p = 0,001 e S2 versus S3 (p = 0,001 em ambos gêneros. Diferenças (p = 0,001 e interação significativa (p = 0,006 foram observadas entre homens versus mulheres, no último parâmetro. CONCLUSÕES: A EMΔ decresce com o incremento da intensidade de trabalho, porém, não há diferenças quando se compara homens e mulheres. Por outro lado, as mulheres apresentam K 2 mais rápida do que os homens.

  10. Idade pulmonar em mulheres com obesidade mórbida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Sobral Peixoto-Souza

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a influência da obesidade mórbida na idade pulmonar de mulheres e correlacionar com a massa corporal, índice de massa corporal (IMC e variáveis ventilatórias. MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado com 72 obesas mórbidas e grupo controle constituído de mulheres eutróficas. As voluntárias realizaram um teste de função pulmonar para determinação da idade pulmonar e os resultados foram correlacionados com as variáveis antropométricas e volumes pulmonares. RESULTADOS: As obesas mórbidas apresentaram uma idade pulmonar significativamente superior (50,1 ± 6,8 anos às eutróficas (38,8 ± 11,4 anos. Não houve diferença entre a idade cronológica entre os grupos. Houve uma correlação significativa e positiva entre idade cronológica, massa corporal e IMC com a idade pulmonar (r = 0,3647, 0,4182, 0,3743, respectivamente. Houve uma correlação negativa entre a capacidade vital forçada (CVF, volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1, razão (VEF1/CVF e volume de reserva expiratório (VRE com a idade pulmonar (r = -0.7565, -0.8769, -0.2723, -0.2417, respectivamente. CONCLUSÃO: A idade pulmonar das obesas mórbidas encontra-se aumentada e está associada com o aumento da massa corporal e IMC.

  11. A violência contra mulheres: demandas espontâneas e busca ativa em unidade básica de saúde Violence against women: spontaneous demands v. screening in healthcare centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilia B. Schraiber

    2000-12-01

    Full Text Available Acolher demandas e assistir mulheres que sofrem violência é parte dos direitos em saúde, embora a assistência não esteja estruturada e ocorra pouca detecção de casos. Buscou-se um diagnóstico de situação em serviços, avaliando-se a emergência de demandas referidas à violência por parte das usuárias de uma unidade básica da rede pública, contrastando-se a demanda espontânea com a busca ativa de casos. Realizou-se um primeiro estudo por técnicas de observação participante, seguida de estudo de prontuário, com 142 mulheres sendo acompanhadas; num segundo estudo, em uma amostra de 322 usuárias, aplicou-se entrevista. Em atividades grupais observou-se relatos espontâneos e nos prontuários médicos registros de demandas espontâneas; o mesmo não ocorreu em consultas individuais. A entrevista detectou uma prevalência de casos muito maior. Então, a possibilidade de detecção de casos, seu acolhimento e algumas respostas do serviço, requer especificidade de abordagem e cuidados próprios para que a violência contra mulheres possa emergir como parte da demanda usual na saúde.In spite of poorly structured assistance and the fact that only a few instances of abuse are detected, the response to women's demands and assisting those who have been victims of violence is part of their right to healthcare. This work attempts to diagnose the situation regarding health services through the assessment of the degree of emergency in violence-related demands coming from users of a healthcare facility of the public network through the comparison of results from spontaneous demands with results obtained when actively searching for cases. A first study was conducted with the utilization of participatory observation techniques, followed by the study of patient files, with the follow-up of 142 women; a second study, with a sample of 322 users, was based on an assessment screening. Spontaneous expression occurred during group activities and was

  12. Autocuidado de la salud en jóvenes universitarios, Manizales, 2010-2011 / Self-care in university students. Manizales, 2010-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María del Pilar Escobar

    2013-05-01

    Full Text Available Los jóvenes se consideran un grupo poblacional relativamente sano, de ahí la necesidad de repensar el autocuidado como estrategia para promover su salud. Objetivo: Describir algunas características de las prácticas de autocuidado de la salud, en jóvenes universitarios. Metodología: Investigación descriptiva transversal, realizada en el 2010-2011, en una muestra de 353 estudiantes universitarios. Por medio del Cuestionario de Estilos de Vida en Jóvenes Universitarios, se evaluó la dimensión autocuidado de la salud indagando sobre: prácticas, motivos para realizar o no una práctica, motivación para el cambio y recursos para llevarlas a cabo. Resultados: en las mujeres se presentan más prácticas de autocuidado relacionadas con: baño diario y cepillado de dientes después de las comidas. En cuanto a la exploración del cuerpo para detectar cambios, los hombres son los que menos la realizan, siendo estadísticamente significativo. Las mujeres utilizan menos el bloqueador solar con relación a los hombres. Conclusiones: las prácticas de autocuidado de la salud fueron saludables según la puntuación establecida en la metodología implementada para la dimensión de autocuidado de la salud. Se plantea la necesidad de educar a los jóvenes universitarios para su autocuidado como parte del proceso de la formación integral Young people are considered a relatively healthy population, hence the need to rethink self-care as a strategy for promoting their health. Objective: to describe some of the characteristics of the health-related self-care practices among young university students. Methodology: a cross-sectional descriptive study conducted in 2010-2011 using a sample of 353 university students. The health-related self-care dimension was assessed using the Lifestyle Questionnaire for Young University Students. The participants were asked about their practices, reasons for having or not having them, their motivations for changing a

  13. As representações sociais da mulher no movimento hip hop Woman's social representations in the hip-hop movement

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Saemi Matsunaga

    2008-04-01

    Full Text Available Este artigo discute as representações sociais da mulher construídas pelo movimento hip hop. Este movimento constitui-se como uma possibilidade de manifestação política de jovens, bem como uma possibilidade de produção artística que, se inicialmente esteve mais presente em espaços não institucionalizados e voltados para a população que vive na periferia, atualmente é consumido por jovens de camadas econômicas distintas. A participação de mulheres, porém, ainda não é significativa (ainda que existam mulheres participando e ouve-se frequentemente músicas (ou raps que veiculam imagens negativas da mulher. Este estudo, portanto, analisa as representações sociais da mulher que estão presentes em letras de rap, problematizando como estas representações constroem, socialmente, modos de "ser" mulher.This paper discusses woman's social representations constructed by the hip-hop movement. This movement constitutes a possibility of younger generations to politically manifest themselves, as well as a possibility of artistic production that at the start was more present in non-institutionalized spaces and aimed at the populations living in marginal districts, it is now being currently consumed by youths of distinct social classes. However, the participation of women has not been significant (even though there are women taking part, and frequently negative images of women are conveyed from these songs (or raps. Thus, this study analyses the woman's social representations which are in rap lyrics, querying how such representations have built social ways of "being" a woman.

  14. O efeito do treinamento combinado sobre a percepção subjetiva do esforço e sensação de prazer/desprazer em mulheres obesas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ragami Chaves Alves

    2017-12-01

    Full Text Available As intensidades autosselecionadas observadas tanto na caminhada como no treinamento resistido em obesos são inferiores as recomendações do ACSM, (2011 as quais, promovem melhora na aptidão cardiorrespiratória e força muscular. A partir disso, surge a hipótese de combinar os exercícios, aeróbio e resistido em uma única sessão com o intuito de aumentar o volume de treinamento otimizando os ajustes fisiológicos tentando preservar baixos níveis de percepção subjetiva do esforço (PSE e sensações prazerosas (SPD observadas nessa intensidade. Desta maneira, o presente estudo teve três objetivos: 1 verificar ao longo de uma sessão de treinamento combinado a PSE e a SPD em mulheres obesas; 2 analisar se ocorrerá alteração na PSE e SPD entre os diferentes exercícios resistidos; 3 investigar se existe correlação entre a PSE e SPD. Participaram doze mulheres obesas não praticantes de exercício físico com idades de 39.2±11.1 anos e IMC: 33.6±1.2 kg.m-2 as quais, foram submetidas a uma sessão de treinamento combinado com duração total de 60 minutos. Ao longo da sessão foram reportadas a PSE e SPD. Para analisar os dados foi utilizado uma ANOVA de medidas repetidas seguido de um Post Hock de Bonferroni. Os resultados demonstram que o volume aumentado produziu baixos valores de PSE (~3 e sensações prazerosas (~3 ao longo da sessão. Não foi encontrado diferença significativa da PSE e SPD entre os exercícios resistidos e foi evidenciada uma relação negativa moderada significativa (r= -0.624; p= 0.001 com 95% IC: -0.710; -0.280 entre a PSE e SPD. Sendo assim, o treinamento combinado pode ser prescrito para mulheres obesas, pois, produz baixa percepção de esforço e sensações prazerosas.

  15. Uso de cosméticos por mulheres do município de Esperança, Paraíba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexsandra Conceição Apolinário

    2013-08-01

    Full Text Available O aumento de vendas de produtos cosméticos e de higiene pessoal deve ser atentamente acompanhado pelos setores regulatórios competentes, uma vez que mais de oito mil matérias-primas são usadas na formulação destes produtos e muitas podem ocasionar efeitos adversos tóxicos ou mesmo alergias. Assim, este trabalho visou investigar quais as finalidades do uso de cosméticos entre mulheres, conhecer os mais utilizados e saber os locais de aquisição destes produtos. Tratouse de um estudo transversal, descritivo e exploratório, tendo como instrumento de coleta de dados um questionário com perguntas objetivas, aplicado entre 102 mulheres. A higiene (65,7% foi respondida como a principal finalidade de uso. Os produtos com maior frequência de utilização foram os perfumes e desodorantes (90,2%, maquiagens (74,5%, produtos para depilação (74,5% e tinturas de cabelos (41,2%. A maior parte das mulheres (63,7% relatou comprar os cosméticos em revistas. Diante dos resultados expostos, pode-se inferir que as mulheres utilizam variados tipos de cosméticos, com diferentes finalidades, o que pode implicar em risco para saúde.

  16. Os psicólogos na rede de assistência a mulheres em situação de violência Psychological assistance and violence against women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heloisa Hanada

    2010-04-01

    Full Text Available Buscou-se identificar e analisar a inserção dos psicólogos na rede intersetorial de serviços para mulheres em situação de violência. Foram analisadas entrevistas com profissionais de serviços específicos da Grande São Paulo (policial, saúde, psicossocial, abrigo, orientações básicas. Os psicólogos estão presentes e são solicitados em todos os tipos de serviços. Têm lugar na capacitação e supervisão dos profissionais, além do atendimento às mulheres. Na assistência, nota-se grande diversidade de práticas, com frequente ajustamento das intervenções aos objetivos, à cultura institucional e à vocação assistencial dos serviços. Há uma relativa indefinição na especificidade do trabalho do psicólogo, o que pode representar impasses para uma melhor articulação em equipe e em rede, mas, por outro lado, também pode criar oportunidades para inovações na prática.The aim of this research was to identify and analyze the insertion of psychologists into the network of services assisting violence against women. Interviews with psychologists working for specific services in Greater Sao Paulo (police, health, psychosocial assistance, shelter, basic assistance were analyzed. Psychologists are present and their work is requested in all types of services. Their work consists in training and supervising other professionals, as well as assisting women. There is a great diversity of practices, with frequent adjustment of the interventions to the objectives, institutional culture and assistance vocation of the services. There is a relative impreciseness in the psychologists' work, and this can stand as a barrier to better team and network integration. However, it can also create opportunities for innovations in practices.

  17. Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes - doi: 10.5102/ucs.v3i1.548

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Maria Villar Silva

    2008-04-01

    Full Text Available A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise, responsável por processos fisiológicos relacionados à reprodução, cuja principal função é a manutenção da lactação. Sua secreção é regulada por mecanismos hormonais e não-hormonais. Existem patologias relacionadas com o excesso de prolactina circulante. São as denominadas hiperprolactinemias e os prolactinomas de causas fisiológicas, farmacológicas, patológicas e idiopáticas. Os níveis de prolactina verificados em 79 mulheres analisadas por um laboratório particular de Brasília mostraram variações características de acordo com diferentes faixas etárias.

  18. Psicodinâmica da mulher trabalhadora de meia-idade em fase de pré-aposentadoria

    OpenAIRE

    Leão,Marluce Auxiliadora Borges Glaus; Gíglio,Joel Salles

    2002-01-01

    Este estudo analisa o processo de aposentar-se como um fenômeno de transição na meia-idade, investigando como uma mulher trabalhadora, com alto nível de qualificação profissional, vivencia a proximidade da aposentadoria e o que orienta suas expectativas de vida. Utiliza entrevista e procedimento de desenhos-estórias como técnica de investigação clínica da personalidade, analisando qualitativamente os dados à luz da Psicologia Analítica. Constata que, nessa mulher, a proximidade da perda da id...

  19. Significado da capacitação profissional para o cuidado da mulher vítima de violência conjugal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadirlene Pereira Gomes

    2013-09-01

    Full Text Available Objetivou-se compreender os significados atribuídos por profissionais que atuam na estratégia de saúde da família sobre a capacitação profissional para o cuidado à mulher em situação de violência conjugal. MÉTODOS: Estudo qualitativo baseado na Teoria Fundamentada nos Dados. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em 14/05/201. Foram entrevistados 52 profissionais que atuam na Estratégia Saúde da Família, entre eles, técnicos, enfermeiros, médicos e coordenadores da unidade, no período de maio e agosto de 2012. A análise respaldou-se na codificação aberta, axial e seletiva. RESULTADOS: A dificuldade de reconhecer o agravo à mulher e os encaminhamentos ao sistema de referência e contrarreferência constituem os principais desafios para o enfrentamento da problemática. Os profissionais propõem a capacitação enquanto estratégica para garantia do cuidado. CONCLUSÃO: O estudo oferece subsídios para a gestão do cuidado à mulher, sobretudo no âmbito da Atenção Primária à Saúde.

  20. Self-care and HIV/aids patients: nursing care systematization El autocuidado y el portador de SIDA: sistematización de la atención de enfermería Autocuidado e o portador do HIV/aids: sitematização da assistência de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joselany Áfio Caetano

    2006-06-01

    Full Text Available This research aimed at systematizing nursing care to HIV/aids patients in view of Orem's Self-care Deficit Nursing Theory, using the convergent-care method and the Self-Care Nursing Process. Subjects were thirteen HIV/AIDS patients attended at a non-governmental organization in Fortaleza/CE, Brazil. We used interview techniques, physical examination, observation and information records, with a structured instrument, addressing requisites related to universal self-care, development and health alterations. Self-care deficits corresponded to nineteen nursing diagnoses, named according to NANDA's Taxonomy II, ten of which were based on the requisites for universal self-care, five on the requisites for self-care related to development and four on the requisites for self-care related to health deviations. In care planning, goals were established and the system and health methods were selected, prioritizing support-education actions in order to engage HIV/aids patients in self-care.La finalidad de esta investigación es sistematizar la atención de enfermería al portador de SIDA, bajo la Teoría de Enfermería del Déficit de Auto-cuidado de Orem. Se usó la modalidad convergente asistencial, a través de la operación del Proceso de Enfermería de Auto Cuidado. Los sujetos fueron trece portadores de SIDA, atendidos en una organización no gubernamental en el municipio de Fortaleza/CE, Brasil. Para el desarrollo del estudio, se usaron técnicas de entrevista, de examen físico, de observación y de registro de las informaciones - con un instrumento estructurado - tratando de los requisitos de auto-cuidado universal, los referidos al desarrollo y los de alteraciones de la salud. Los déficit del auto cuidado correspondieron a diecinueve diagnósticos de enfermería, denominados según la Taxonomía II de NANDA, diez de los cuales dentro de los requisitos de auto cuidado universal; cinco en los requisitos de auto cuidado relativos al desarrollo y cuatro

  1. Roda de Conversa entre Mulheres: Denúncias Sobrea Lei Maria Da Penha e Descrença na Justiça

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Santana Tavares

    2015-05-01

    Full Text Available Este artigo discute os desafios para a aplicação da Lei Maria da Penha em Salvador, Bahia, a partir do depoimento de onze mulheres em situação de violência doméstica e familiar, cujas queixas e demandas sobre a rede de atendimento foram verbalizadas em uma Roda de Conversa, realizada no Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CNDN em 5 de junho de 2012, para subsidiar a elaboração de um dossiê a ser entregue à CPMI da Violência, durante suas diligências na Bahia. As mulheres consideram o atendimento insatisfatório, tanto nas DEAMs como na Vara, no Ministério Público, no IML e até no Disque 190, uma vez que suas demandas não são atendidas. Sentem-se desprotegidas, humilhadas, desrespeitadas e reféns das situações de violência que as levam a peregrinar por estas instituições

  2. Comparação de dois modelos de treinamento de força na densidade mineral óssea, força muscular, antropometria e lesão muscular em mulheres pré-menopáusicas

    OpenAIRE

    Adriane Carla Vanni

    2008-01-01

    O objetivo geral deste estudo foi avaliar e comparar os efeitos de dois modelos de periodização de treinamento de força na densidade mineral óssea (DMO), na força muscular dinâmica máxima (1-RM) e submáxima (20-RM), parâmetros de lesão muscular e parâmetros antropométricos de mulheres na prémenopausa. Vinte e sete mulheres, sem osteopenia ou osteoporose, foram divididas aleatoriamente em dois grupos experimentais: (1) treinamento de força com periodização linear (GPL – n=14), com intensidades...

  3. “Para mulheres na ciência”: uma análise do programa da L’Oréal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiani Figueiredo Caseira

    2016-01-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo investigar premiação da L’Oréal “Para Mulheres na Ciência”. Esta pesquisa se fundamenta a partir do campo teórico dos estudos feministas e de gênero, na sua vertente pós-estruturalista. Os dados de análise serão produzidos a partir da página da premiação, bem como alguns excertos presentes nos sites das parcerias ABC e UNESCO. As análises estarão ancoradas em algumas ferramentas da análise do discurso em Foucault. Nas análises tecidas buscamos algumas condições que possibilitaram a emergência dessa premiação e os discursos produzidos acerca das mulheres na ciência.

  4. Homens, gênero e violência contra a mulher Men, gender and violence against women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Costa Lima

    2008-06-01

    Full Text Available Considerando o compromisso do Estado brasileiro de coibir e prevenir a violência contra a mulher, firmado em várias conferências internacionais e tendo em vista a promulgação da Lei 11.340/06 - a Lei Maria da Penha -, este artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre a incorporação dos homens e da perspectiva de gênero nos esforços de prevenção e atenção à violência contra as mulheres. Apesar do crescente interesse da literatura científica e da intervenção em saúde com o envolvimento dos homens, em especial, no campo dos direitos sexuais e reprodutivos, comparativamente, reflexões e intervenções com homens autores de violência contra a mulher têm recebido bem menos atenção de órgãos governamentais, não-governamentais e pela academia. O artigo apresenta alguns conceitos e dados sobre a violência contra as mulheres e descreve um panorama sobre a conexão entre gênero, saúde e masculinidades; analisa trabalhos que abordam os temas homens e violência contra as mulheres e apresenta algumas ações voltadas à prevenção dessa forma de violência junto à população masculina; e por fim tece algumas considerações finais sobre o tema.Considering the commitment made by the Brazilian Government to restrain and prevent violence against women, signed in various international conferences, and in view of the promulgation of the Law 11.340/06 - Lei Maria da Penha -, this article intends to develop a reflection on the incorporation of men and of the gender perspective in efforts to prevent and attend to violence against women. Despite the increasing interest of scientific literature and health intervention in the involvement of men, especially in the field of sexual and reproductive rights, comparatively, reflections and interventions directed at men who have committed violence against women have received far less attention from governmental and non-governmental institutions, and from the academy. The article

  5. IMPRESSÕES DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS SOBRE A PRESENÇA DAS MULHERES NA CIÊNCIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Roberto Plaza Teixeira

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é analisar a presença das mulheres nas ciências naturais nos aspectos histórico, social e epistemológico e tem como objetivo esclarecer as formas como esta presença ocorre. É feita uma análise de uma pesquisa realizada com estudantes universitários de um curso de licenciatura em física sobre a relação entre as mulheres e a ciência. São analisadas, também, as estratégias e práticas pedagógicas de educação científica que melhor se adaptem ao perfil feminino para permitir que professores de ciências naturais atuem como agentes de mudanças de modo a atrair mais mulheres para este campo de conhecimento.

  6. Publicidade e ética: um estudo da construção da imagem da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Moraes Gonçalves

    2010-02-01

    Full Text Available O texto propõe uma reflexão sobre a ética da responsabilidade na publicidade veiculada nas revistas Claudia e Nova. Trata-se de uma pesquisa descritiva, resultante da leitura dos anúncios selecionados, subsidiada por teóricos da Análise do Discurso da linha francesa, que busca averiguar como a mulher é representada. Constatou-se que no contexto da sociedade contemporânea o retrato da mulher como sedutora ainda está presente, mesmo que em vários momentos ela apareça como protagonista de sua própria vida.

  7. Perfil de homens autores de violência contra mulheres detidos em flagrante: contribuições para o enfrentamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandra Bittencourt Madureira

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Delinear o perfil de agressores detidos em flagrante delito e da violência que perpetraram contra mulheres no período de implantação e consolidação da lei Maria da Penha, em um município da região central do estado do Paraná. Métodos: Pesquisa retrospectiva documental, realizada mediante apreciação de 130 Autos de Prisão, analisados pela estatística descritiva. Resultados: Eram adultos jovens, casados, com baixa escolaridade e trabalho remunerado. 89,3% foram libertados sob pagamento de fiança. Eram, majoritariamente, cônjuges, que sob efeito de álcool, praticaram violência. Um número significativo já possuía outros registros de violência doméstica. Conclusão: A denúncia, como ação isolada, revelou-se insuficiente para interromper o ciclo da violência. É necessário voltar-se para além da denúncia, pela implantação de ações de enfrentamento articuladas entre os setores de saúde, educação, segurança, justiça e assistência social, voltadas à igualdade de gênero e a cultura de paz.

  8. O tabagismo e a mulher: riscos, impactos e desafios Women and smoking: risks, impacts, and challenges

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Maria Siqueira Lombardi

    2011-02-01

    Full Text Available O tabagismo entre as mulheres tem cada vez mais merecido destaque devido ao aumento (ou da redução menos acentuada de sua prevalência em comparação com aquela dos homens, bem como devido a especificidades dos efeitos do tabagismo na saúde da mulher. Em 2010, a Organização Mundial da Saúde elegeu para o "Dia Mundial sem Tabaco" o tema "Gênero e tabaco com ênfase na propaganda voltada para a mulher", com o objetivo de estimular políticas de combate às estratégias de marketing da indústria do tabaco e conter a epidemia de tabagismo entre as mulheres. O presente artigo discorre sobre as características do tabagismo na mulher, abordando fatores como prevalência, dependência, a atuação da indústria, riscos à saúde, abordagens à cessação do tabagismo e estratégias de tratamento e prevenção.Smoking among women has drawn increasing attention because of the increase (or less pronounced decrease in its prevalence when compared with that observed for men, as well as because of the specific effects that smoking has on women's health. For the 2010 "World No Tobacco Day", the World Health Organization chose the theme "Gender and tobacco with an emphasis on marketing to women", with the aim of encouraging policies to combat marketing strategies employed by the tobacco industry and to curb the epidemic of smoking among women. In this article, we discuss the characteristics of smoking among women, addressing factors such as smoking prevalence, nicotine dependence, the role of the tobacco industry, health risks, approaches to smoking cessation, treatment strategies, and prevention measures.

  9. Sono, qualidade de vida e depressão em mulheres no pós-tratamento de câncer de mama Sleep, quality of life and depression in women in breast cancer post-treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renatha El Rafihi-Ferreira

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho investigou a qualidade de sono de mulheres com câncer de mama e suas relações com qualidade de vida e depressão. Cinqüenta mulheres com câncer de mama (grupo clínico e cinqüenta controles responderam um questionário médico-demográfico e ao instrumento Pittsburgh Sleep Quality Index. O grupo clínico também respondeu aos instrumentos Quality of Life Cancer-Survivor e Brief Zung Self-Rating Depression Scale. Verificou-se que mulheres com câncer tinham significativamente mais queixas de nictúria, calor e despertares noturnos. O grupo clínico com má qualidade do sono apresentou comprometimento na qualidade de vida e mais sintomas de depressão. Em geral, a qualidade de sono em mulheres com câncer de mama pode predizer a qualidade de vida e o bem estar psicológico.This study investigated the sleep quality of women with breast cancer and their relationship with quality of life and depression. Fifty women with breast cancer (clinical group and a control group of other 50 women without the disease answered a clinical-demographic questionnaire and the Pittsburgh Sleep Quality Index. The clinical group also completed the Quality of Life Cancer-Survivor and the Brief Zung Self-Rating Depression Scale questionnaires. It was found that women with breast cancer had significantly more complaints of nocturia, heat and nighttime awakenings. The clinical group with poor quality of sleep reported impaired quality of life and more symptoms of depression. In general terms, sleep quality in women with breast cancer can predict their quality of life and psychological well-being.

  10. Apoios à mulher/nutriz nas peças publicitárias da Semana Mundial da Amamentação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Alves Moreira

    Full Text Available RESUMO Objetivo: desvendar os apoios da rede social da mulher/nutriz nas peças publicitárias da Semana Mundial da Amamentação. Método: estudo descritivo, exploratório, documental, qualitativo. Desde a coleta até a análise dessas peças, foram adotados os passos metodológicos de Gemma Penn, fundamentados na semiologia de Roland Barthes. Os resultados foram interpretados pela teoria da Rede Social de Sanícola e dos cinco tipos de apoio: presencial, emocional, instrumental, informativo e autoapoio. Resultados: em nove peças publicitárias das 22 semanas mundiais da amamentação, identificou-se/identificaram-se ator(es da rede social da mulher/nutriz. Em cinco delas, companheiro, avó e irmão demonstraram apoio emocional e presencial à amamentação. Percebeu-se o autoapoio em três cartazes; o apoio instrumental, em um cartaz; e o apoio informativo, em cartaz algum. Conclusão: os apoios desvendados em apenas cinco peças publicitárias incluíram: emocional, presencial, instrumental e autoapoio. Nas demais, não havia apoio. Em nenhuma delas, o conjunto dos apoios foi revelado.

  11. Características clinicoepidemiológicas de um grupo de mulheres com HIV/AIDS em Salvador-Bahia Clinical-epidemiological characteristics of a group of HIV/AIDS infected women in Salvador-Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ceuci de Lima Xavier Nunes

    2004-12-01

    Full Text Available A expansão da infecção pelo HIV/AIDS entre as mulheres e os mais pobres, são importantes características da epidemia no Brasil e no mundo. Estudo descritivo delineou-se com objetivo de descrever um grupo de 82 mulheres com HIV/AIDS de Salvador - Bahia. A idade média é 32 ± 7,2 anos; 75% têm filhos, 82,5% estão desempregadas e o grau de instrução situa-se entre analfabeto e primeiro grau em 77,8%. O número de parceiros sexuais foi igual ou inferior a cinco na vida em 71% dos casos e 25% relatavam um único parceiro. Quarenta e seis (55,4% mulheres apresentaram 77 episódios de infecções oportunistas. A maioria das pacientes tem baixo grau de instrução, baixa renda e poucos parceiros sexuais. A forma de transmissão foi predominantemente sexual, muitas mulheres adquiriram o vírus com o próprio companheiro/ marido.The increasing number of HIV/AIDS infected women is one of the main characteristics of the AIDS epidemic, besides the wide expansion of the disease among the poor. This study focused on a group of 82 women with AIDS from Salvador - Bahia. The mean age was 32 ± 7.2 years, 75% had children, 82.5% were jobless, and 77.8% were illiterate or only had basic education. The number of sexual partners was five or fewer in 71% of cases and 25% had only one sexual partner. Forty-six (55.4% women reported up to 77 episodes of opportunist infections. The majority of the patients were from the lower classes, with no good education, a low income and few sexual partners. The main via of transmission was heterosexual, and many of the women were infected by their steady partner/husband.

  12. Diagnóstico de HPV: o processo de interação da mulher com seu parceiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Octavio Muniz da Costa Vargens

    2013-06-01

    Full Text Available Pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, que objetivou analisar o processo de interação da mulher com seu parceiro a partir do diagnóstico de infecção pelo papilomavírus humano (HPV. Foi realizada em treze comunidades dos municípios de Duque de Caxias e Nova Iguaçu, Estado do Rio de Janeiro, de outubro/2006 a setembro/2008. Foram entrevistadas 20 mulheres com diagnóstico de infecção pelo HPV de alto risco oncogênico. Os pressupostos do Interacionismo Simbólico e da Grounded Theory nortearam a coleta e análise dos dados. Os resultados revelaram que o diagnóstico do HPV significa sérios desafios no relacionamento das mulheres com seu parceiro principalmente no que se refere à adoção de medidas preventivas. Conclui-se que estas questões indicam a necessidade de um atendimento humanizado que favoreça o empoderamento das mulheres.

  13. Estudo de associação entre força muscular e massa magra em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Moreno Lima

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi verificar a associação entre a força muscular isocinética da musculatura extensora do joelho do membro dominante com a MM de diferentes segmentos corporais, em mulheres idosas. Um total de 258 idosas (66,58±5,6anos; 65,6±11,7kg; 1,53±0,07m foram submetidas à avaliação isocinética do pico de torque (PT e da MM (DXA. Correlações de Pearson foram examinadas entre os índices de MM dos braços, das pernas, do tronco, do corpo inteiro, da perna dominante (MMB, MMP, MMT, MMI, MMPD, respectivamente com o PT. O nível de significância foi de <0,05. Após análise dos dados, foi observado que a MM apresentou correlação positiva e significante com o PT. A correlação foi mais consistente à medida que a MM avaliada era mais próxima a musculatura da avaliação (MMPD, (MMT= 0,31, MMB= 0,39, MMI= 0,52, MMP= 0,55, MMPD= 0,60. Com base nos resultados observados, concluímos que a MM é um dos importantes determinantes do PT em idosas.

  14. Ideologia judaico-cristã: a violência simbólica contra a mulher transmitida historicamente e reproduzida pelos agentes escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreza Marques de Castro Leão

    2015-10-01

    Full Text Available A ideologia oriunda do pensamento religioso transita na sociedade por meio dos seus agentes formadores. No contexto escolar nota-se uma realidade aplicável ao conceito de violência que estabelece uma cultura de submissão da mulher ao homem e que se reproduz por meio destes agentes. De fato a ideologia religiosa da cultura judaico-cristã chegou à educação nas suas várias nuances, inclusive na cultura escolar de maneira sutil, através da interiorização de seus conceitos pelos indivíduos que o assimilaram como natural. Considerando esta realidade, o presente estudo, de cunho teórico, problematiza o conceito de ideologia, buscando compreender a trajetória da sujeição da mulher, da antiguidade aos dias atuais, bem como, esboça o quadro político da contra-ideologia. Em linhas gerais, busca mostrar que os adeptos da cultura judaico-cristã persistem em perpetuar a violência simbólica contra a mulher a qual tem sido cada vez mais questionada, principalmente, quando confrontada com os escritos do criador do cristianismo, que colocou a mulher em condição e tratamento de igualdade, sem desvalorização. Outrossim, este artigo denuncia que é preciso um olhar mais atento da academia às sutilezas dos livros considerados sagrados, pois podem trazer importantes elementos para a compreensão dos muitos mitos e tabus das relações de gênero presentes na contemporaneidade.

  15. Carga viral do papilomavirus humano na predição da gravidade de lesões cervicais em mulheres com atipias celulares na colpocitologia oncológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarian Luis Otávio Zanatta

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o desempenho da carga viral do HPV por captura de híbridos II (CHII na predição da gravidade das lesões cervicais. MÉTODOS: foram incluídas 309 mulheres admitidas por resultado anormal da colpocitologia oncológica (CO entre agosto de 200 e novembro de 2002. Todas foram submetidas a avaliação histológica, sendo que a presença de neoplasia intra-epitelial cervical (NIC grau 2 ou mais (NIC 3, carcinoma invasor foi considerada doença grave. A CHII foi realizada para tipos de HPV de alto risco oncogênico e a carga viral medida em unidades relativas de luz (URL. O desempenho da CHII foi avaliado por curva receiver operating characteristics (ROC. RESULTADOS: na avaliação histológica, 140 (45,3% mulheres apresentavam cervicite ou NIC 1 e 199 (54,7%, NIC 2/3, adenocarcinoma in situ ou câncer invasor. O melhor ponto de corte da CHII para a detecção de doença grave foi 35 URL, com sensibilidade de 69% e especificidade de 70%. O valor preditivo positivo das alterações compatíveis com lesão de alto grau na CO associado a CHII de 35 URL (unidades relativas de luz foi de 88,2% para a detecção de NIC 2 ou mais. Já 95,7% das mulheres com lesões de baixo grau na CO e CHII menor que 1 URL não apresentaram lesões histológicas graves. CONCLUSÃO: o melhor desempenho da CHII no diagnóstico de NIC 2 ou lesão mais grave foi encontrado com 35 URL. A associação da CO com a CHII em diferentes cargas virais mostrou valores preditivos positivos e negativos muito altos.

  16. Mulher portadora de câncer de mama: percepção sobre a doença, família e sociedade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sinvalana Schwerez Funghetto

    2003-10-01

    Full Text Available Estudo da compreensão das diferentes situações vivenciadas pelas mulheres portadoras de câncer de mama que participavam no grupo de apoio do Ambulatório de Quimioterapia, da Sociedade Hospital de Caridade de Santa Rosa - RS, no período de agosto de 1999 a setembro de 2000.Teve como objetivo, a partir de alguns conceitos teóricos da Teoria de Consecução de Metas, de Imogene King, avaliar a percepção da mulher portadora de câncer de mama em relação a sua doença, família e sociedade. Para coleta de dados foram realizadas entrevistas semi­estruturadas. À mulher, com câncer de mama, sente limitações de ordem social, física e emocional em busca de conhecimentos e de informações sobre a doença e a vida. À enfermagem cabe repensar a prática do cuidar de uma mulher com câncer de mama, assistindo­a com respeito, ética, valorização da vida humana e sensibilidade.

  17. Sistema Único de Saúde e políticas públicas: atendimento psicológico à mulher na menopausa no Distrito Federal, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mori Maria Elizabeth

    2006-01-01

    Full Text Available Objetivou-se investigar a situação de atendimento psicológico à mulher de meia-idade, na rede pública de saúde do Distrito Federal, Brasil. Discutiu-se a saúde da mulher, mais especificamente, daquela que se encontra no período da menopausa e seu lugar nas atuais políticas públicas. Levantamento realizado na rede pública apontou a existência de poucas intervenções psicológicas destinadas à mulher nesta fase do ciclo vital. Em geral, apenas o atendimento ambulatorial ginecológico era oferecido. Em nenhuma das unidades de saúde pesquisadas existiam psicólogos no quadro de pessoal, cujo trabalho fosse dedicado especificamente à mulher na meia-idade. Concluiu-se que esta etapa da vida feminina não tem sido contemplada com assistência psicológica, negligenciando os princípios fundamentais do SUS. O estudo reafirma a necessidade de essa mulher ter acesso ao atendimento integral de sua saúde, incluindo uma escuta psicológica dos conflitos relacionados às dimensões biológicas, psíquicas e sócio-culturais do processo de envelhecimento. Esta escuta especializada pode contribuir para a elaboração da maturidade feminina.

  18. Prevalência de Chlamydia trachomathis em amostras endocervicais de mulheres em São Paulo e Santa Catarina pela PCR Prevalence of Chlamydia trachomatis in endocervical samples by PCR in São Paulo and Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Edgar Herkenhoff

    2012-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Nenhuma outra doença sexualmente transmissível (DST tem mostrado frequência tão elevada quanto a infecção por Chlamydia trachomatis (CT. É frequente a detecção de mulheres portadoras de danos tubários causados por esse agente, determinando infertilidade permanente e as intervenções cirúrgicas não têm demonstrado sucesso em reparar esses danos. A reação em cadeia da polimerase (PCR se mostrou mais sensível do que a cultura para a identificação de CT, principalmente em cervicite clamidiana nas mulheres. A PCR promove a detecção de sequências específicas de nucleotídeos para a CT. OBJETIVO: Analisar a prevalência de infecções causadas pela CT em mulheres nos estados de São Paulo e Santa Catarina utilizando amostras endocervicais. MATERIAIS E MÉTODOS Utilizaram-se para o presente trabalho amostras enviadas pelos laboratórios conveniados ao Genolab, pertencentes aos estados de São Paulo e de Santa Catarina. Foram consultados os resultados dos laudos de exames para CT oriundos do banco de dados do Genolab no ano de 2010. Para a obtenção e o isolamento do ácido desoxirribonucleico (DNA, utilizou-se a técnica de fenol-clorofórmio e para a amplificação do material genético, a técnica de PCR. RESULTADOS: Obteve-se uma amostra de 287 indivíduos, e desse total 56,45% das mulheres eram positivas. A amostra que obteve o maior número de positivos foi o swab endocervical, com 75%. CONCLUSÃO: As amostras biológicas provenientes do endocérvix apresentaram detecção eficiente da CT na população feminina. A alta prevalência salienta a importância no emprego do diagnóstico molecular, principalmente por este trabalho apontar esse aspecto.INTRODUCTION: No other sexually transmitted disease (STD has been as frequent as Chlamydia trachomatis (CT infection. Tubal damage caused by this agent has been frequently detected among women. This infection causes permanent infertility. Furthermore, surgical

  19. Papilomavírus Humano (HPV e sua associação entre lesões cervical e anal em mulheresHuman papillomavirus (HPV and its association between cervical and anal injuries in womendoi:10.12662/2317-3076jhbs.v4i3.860.p174-180.2016

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Maria Oliveira Brito

    2016-09-01

    Full Text Available Introdução: Entre as doenças virais sexualmente transmissíveis, a infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV configura-se como a mais comum, e sua incidência vem aumentando acentuadamente nos últimos trinta anos. A infecção anal por subtipos específicos do HPV predispõe o indivíduo à neoplasia intraepitelial anal, que pode evoluir para o câncer de forma similar ao colo uterino. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a associação tipo-específica entre infecções anais e cervicais, assim como os aspectos citopatológicos das lesões anais pelo vírus HPV em mulheres de São Luís, Maranhão. Métodos: Estudo analítico transversal com 27 mulheres atendidas no Centro de Pesquisa Clínica da UFMA, entre agosto de 2012 e julho de 2015, mediante entrevista e realização de exames complementares. Resultados: As mulheres tinham, em média, 32 anos. Em relação ao resultado do PCR, 77,7% das pacientes apresentaram resultado positivo para HPV anal, sendo o subtipo 16 o mais frequente (47,6%. Na região cervical, 88,8% apresentaram PCR positivo, sendo o mais comum o subtipo 16 (47,8%. A coinfecção anal e cervical pelo HPV foi observada em 74% das mulheres. 93,3% dos resultados de citologia anal não apresentaram alteração, assim como 72,2% das anuscopias realizadas. Conclusões: A infecção cervical por HPV é um fator sugestivo de risco para o desenvolvimento da infecção na região anal.

  20. Effects of physical therapy in older women with urinary incontinence: a systematic review Efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa S. Pereira

    2012-12-01

    Full Text Available BACKGROUND: Urinary incontinence (UI is one of the most common public health problems among older women. Despite conservative treatment being recommended as the first treatment option, the effects of physical therapy in older women with UI is unclear. OBJECTIVE: This study aimed to systematically review the evidence about the effects of physical therapy on urinary symptoms in older women with UI. METHOD: The literature search for studies evaluating conservative treatment for incontinent in elderly women was conducted on Pubmed/Medline, Lilacs, Scielo, ISI Web of Knowledge and PEDro. We selected clinical trials published in English and Portuguese after the year 2000. The methodological quality of the studies was assessed using the PEDro scale. The results were analyzed using a critical review method. RESULTS: Six studies were reviewed in full revealing that pelvic floor muscle training was the treatment option in most studies. Five of the six selected studies were classified as having high methodological quality. There was significant improvement in urinary symptoms after treatment in five of the six selected studies. CONCLUSIONS: It was concluded that physical therapy treatment seems to be effective to decrease urinary incontinence symptoms in older women. However, the small number of studies and the use of concurrent interventions limit the conclusions on this issue.CONTEXTUALIZAÇÃO: A incontinência urinária (IU é um dos mais comuns problemas de saúde pública entre as mulheres idosas. Apesar de o tratamento conservador ser recomendado como a primeira opção de tratamento, os efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com IU não está esclarecido. OBJECTIVO: Sistematizar as evidências científicas sobre os efeitos do tratamento fisioterapêutico sobre os sintomas miccionais de mulheres idosas com IU. MÉTODO: A busca de publicações sobre os efeitos de modalidades de tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com

  1. Effects of physical therapy in older women with urinary incontinence: a systematic review Efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa S. Pereira

    2012-01-01

    Full Text Available BACKGROUND: Urinary incontinence (UI is one of the most common public health problems among older women. Despite conservative treatment being recommended as the first treatment option, the effects of physical therapy in older women with UI is unclear. OBJECTIVE: This study aimed to systematically review the evidence about the effects of physical therapy on urinary symptoms in older women with UI. METHOD: The literature search for studies evaluating conservative treatment for incontinent in elderly women was conducted on Pubmed/Medline, Lilacs, Scielo, ISI Web of Knowledge and PEDro. We selected clinical trials published in English and Portuguese after the year 2000. The methodological quality of the studies was assessed using the PEDro scale. The results were analyzed using a critical review method. RESULTS: Six studies were reviewed in full revealing that pelvic floor muscle training was the treatment option in most studies. Five of the six selected studies were classified as having high methodological quality. There was significant improvement in urinary symptoms after treatment in five of the six selected studies. CONCLUSIONS: It was concluded that physical therapy treatment seems to be effective to decrease urinary incontinence symptoms in older women. However, the small number of studies and the use of concurrent interventions limit the conclusions on this issue.CONTEXTUALIZAÇÃO: A incontinência urinária (IU é um dos mais comuns problemas de saúde pública entre as mulheres idosas. Apesar de o tratamento conservador ser recomendado como a primeira opção de tratamento, os efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com IU não está esclarecido. OBJECTIVO: Sistematizar as evidências científicas sobre os efeitos do tratamento fisioterapêutico sobre os sintomas miccionais de mulheres idosas com IU. MÉTODO: A busca de publicações sobre os efeitos de modalidades de tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com

  2. PERSPECTIVAS DE MULHERES QUE VIVENCIARAM O ABORTAMENTO.

    OpenAIRE

    Torres, Maria Madalena de Souza Matos

    2013-01-01

    Apesar das mudanças sociais advindas das lutas feministas, ser mãe ainda faz parte da realização de vida da maioria das mulheres. Sem ela não há continuidade da família. Diante disso, vê-se a maternidade como possibilidade de vida. Quando se frustra essa condição, em decorrência do abortamento, sérias consequências emocionais podem se gerar e uma nova gestação, possivelmente, tornar-se-á delicada. Este estudo teve como objetivo desvelar os significados e sentimentos vivencia...

  3. Jornadas de trabalho de mulheres e homens em um assentamento do MST Workdays of men and women in a collective settlement of the landless movement (MST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    2004-04-01

    Full Text Available Este texto busca discutir a divisão do trabalho em um assentamento coletivo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST, em Santa Catarina, marcado pela proposta de coletivização da terra e dos meios de produção. Nessa forma de organização, busca-se, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo MST, a transformação igualitária e solidária da sociedade, incluindo a construção de novas relações de gênero. O que se observou é que, no cotidiano, mulheres e homens, sujeitos históricos e culturais, apropriam-se desses discursos de gênero, ao mesmo tempo que buscam lidar com as contradições que se apresentam. Entre estas, colocam-se as diferentes jornadas de trabalho que, apoiadas em padrões relacionais fixos, determinam oito horas diárias para os homens na produção e quatro para as mulheres, em função do trabalho doméstico e do cuidado das crianças.This text presents a discussion on the division of labor in a collective settlement of the Landless Movement (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST in Santa Catarina, characterized by the collectivization of land and of all means of production. Within this form of organization and according to the directives established by the MST, an equalitarian and solidarious transformation of society, including the construction of new genre relations, is sought for. What has been noted, throughout the daily routine, is that men and women alike, both historical and cultural subjects, appropriate this discourse at the same time in which they try to deal with upcoming contradictions. Within the latter, and based on fixed relational standards, different work hours are thus established. Men are determined to work on a daily eight hour basis in production whereas women, due to domestic work and child rearing, are granted a four hour schedule.

  4. Racism in health services: a lack of care of violence against black women victims of sexual violence Racismo nos serviços de saúde: a ausência do cuidado com as mulheres negras vítimas de violência sexual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alba Jean Batista Viana

    2015-12-01

    Full Text Available Objetivo: analisar o acesso e a utilização das práticas de saúde prestada a 40 mulheres em situação de violência sexual em um serviço público de saúde de referência na Paraíba. Método: estudo documental descritivo, com abordagem quantitativa e qualitativa, realizado em um serviço público do Estado da Paraíba de referência para assistência às mulheres em situação de violência sexual. Resultados: em 39% dos casos a frequência maior das agressões predominou nas mulheres de classe social de baixa renda, entre 10 - 20 anos e 20% se encontravam grávidas no momento da agressão. As maiores vítimas foram mulheres negras (72%. O tipo de violência sexual mais empregado foi o estupro (59%. Além da demora em iniciar o atendimento e realizar exames, a profilaxia AIDS e anticoncepção de emergência, em 69% das notificações não foram registradas. Conclusão: Estes aspectos revelam o racismo e as precárias condições de saúde das mulheres negras, sugerindo uma possível não valorização por parte dos profissionais, semelhante ao que ocorre em outros espaços sociais na nossa sociedade. Descritores: violência sexual; desigualdades étnico-raciais; atenção à saúde; direitos humanos e sociais.

  5. Características sociodemográficas e fatores importantes para a manutenção da saúde em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Cristina Sales

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar fatores importantes para a manutenção da saúde e as características socioeconômicas e demográficas de mulheres usuárias de Unidades Básicas de Saúde. Métodos: Estudo observacional, transversal e analítico, realizado em 2011, envolvendo 204 mulheres assistidas em 16 unidades do município de Queimadas, Paraíba. Obtiveram-se informações referentes às características demográficas (local de moradia, cor da pele, idade e situação conjugal, socioeconômicas (nível de escolaridade e recebimento do Bolsa Família, e hábitos de vida (alimentação, tabagismo, consulta médica, sedentarismo, ingestão de bebidas alcoólicas, controle do peso e do estresse por meio de questionário, ao qual aplicou-se estatística descritiva e razão de prevalência. Resultados: As participantes apresentaram idade média de 28,22 anos (DP=6,49. A maioria residia na zona rural (n=126; 61,76%, declarou saber ler ou escrever (n=184; 90,2% e receber o benefício Bolsa Família (n=153; 75,0%. Os fatores mais importantes para a manutenção da saúde foram a alimentação saudável (n=126; 61,8%, o não tabagismo (n=21; 10,3% e a consulta médica regular (n=19; 9,3%. As variáveis socioeconômicas e demográficas não apresentaram associações estatísticas significativas com os fatores importantes para manutenção da saúde. Conclusão: A população estudada reconhece a alimentação saudável, o não tabagismo e as consultas médicas regulares como os fatores mais importantes para a manutenção da saúde.

  6. Posições subjetivas em face da violência: traços constitutivos de memória em testemunhos de mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Fernandes Azevedo Bocchi

    2017-03-01

    Full Text Available Apresenta-se, neste artigo, uma reflexão acerca dos processos de subjetivação inscritos na prática testemunhal, a partir do exame de fotografias que compõe o “Projeto 1:4 retratos da violência obstétrica” e posts que o divulgam no Facebook. Por meio de uma abordagem discursiva, são analisadas as posições subjetivas inscritas neste material, voltando a atenção para as formas com as quais a violência é simbolizada na materialidade da língua e do discurso, produzindo um dizer político de denúncia da agressão e do abuso médicos. Na composição material tecida entre imagem e palavra, formulada no ensaio fotográfico, o testemunho se reveste de uma força performativa que acompanha os processos de transformação e deslocamento ideológicos, produzindo possibilidades de identificação para as mulheres em contraposição aos sentidos de naturalização da violência de gênero estrutural à sociedade patriarcal.

  7. Resposta da taxa metabólica de repouso após 16 semanas de treinamento com pesos em mulheres na pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Bonganha

    2011-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As alterações corporais provenientes da menopausa como a diminuição da massa magra (MM, aumento e redistribuição da gordura corporal e diminuição do gasto energético de repouso, colaboram para o aumento nas dimensões corporais e subsequente aumento da massa corporal total. Nesse sentido, os benefícios reconhecidos do treinamento com pesos (TP não estão atrelados apenas ao aumento da força e hipertrofia muscular, mas também à composição corporal e, consequentemente, na taxa metabólica de repouso (RMR. OBJETIVO: Avaliar a resposta da RMR após 16 semanas de TP em mulheres na pós-menopausa. MÉTODOS: Participaram 28 voluntárias, subdivididas em dois grupos: treinamento (GT n = 17 e controle (GC n = 11. O programa de TP foi realizado em três sessões semanais, em dias alternados e com duração de aproximadamente 60 min/sessão, por 16 semanas. A intensidade da carga foi determinada por meio de zona alvo de repetições máximas (RM, com reajuste semanal de carga. O consumo de oxigênio (O2 e da produção de gás carbônico (CO2, por meio de calorimetria indireta de circuito aberto, foi utilizado para cálculo da RMR segundo equação de Weir (1949. ANÁLISE ESTATÍSTICA: Foi utilizado pacote estatístico Bioestat na versão 5.0, com nível de significância de p < 0,05. RESULTADOS: Houve aumento significante dos valores de MM e força muscular, somente no GT. Não foram encontradas diferenças significantes para os valores da RMR após a intervenção para ambos os grupos. CONCLUSÃO: O programa de TP de 16 semanas foi eficiente para promover alterações na composição corporal e força muscular de mulheres na pós-menopausa; entretanto, não houve alteração da RMR após a intervenção.

  8. O stress das mulheres com problemas de fertilidade e a sua adesão ao sexismo ambivalente

    OpenAIRE

    Santos, Inês Patrícia Hilário Campos dos

    2013-01-01

    A infertilidade num casal prejudica a vida de ambos quer em termos pessoais como relacionais do próprio casal, o que provoca um grande sofrimento psíquico. Os principais objetivos deste estudo foram analisar o stress das mulheres com problemas de fertilidade associado à baixa auto-estima sexual e a outros indicadores do bem-estar; e perceber se existe uma relação entre a adesão ao sexismo ambivalente, principalmente entre o sexismo benevolente e o stress deste grupo de mulheres. Para qu...

  9. Reflexos da dor: contextualizando a situação das mulheres em situação de violência doméstica = Pain reflections: contextualizing the situation of women in domestic violence situation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tavares, Fabricio André

    2007-01-01

    Full Text Available No Brasil, a violência nas relações conjugais tem sido objeto de crescentes denúncias junto às delegacias, ao judiciário e aos órgãos públicos de Assistência Social, educação e saúde. A casa, espaço da família, antes considerada lugar de proteção e próprio do mundo feminino, passa a ser um local de grande desproteção, desamor e risco para as mulheres. Considera-se que as relações entre homens e mulheres, ao longo dos séculos, mantêm um caráter excludente, assim como discriminador. São assimiladas de forma bipolarizada, sendo designada à mulher a condição de inferior. O presente ensaio visa dissertar acerca desta situação, contextualizando os números alarmantes que proliferam em pesquisas, noticiários, ao longo das ultimas décadas, visando, ao final, contribuir, com propostas eficazes, no combate desta demanda

  10. Enfermagem à mulher em tratamento quimioterápico: uma análise compreensiva do assistir

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Caldas Camargo

    1998-09-01

    Full Text Available Este estudo surgiu a partir de minhas reflexões como enfermeira da Central de Quimioterapia do Hospital Luiza Gomes de Lemos, do Instituto Nacional de Câncer (Inca, e como aluna do curso de mestrado da Escola de Enfermagem Anna Nery-UFRJ. Estar elaborando a dissertação de mestrado utilizando o referencial filosófico de Martin Heidegger, possibilitou-me refletir sobre o agir profissional da equipe de enfermagem, mediada pelo pensamento deste filósofo. Nesta pesquisa, observei situações do meu dia-a-dia e registrei-as refletindo sobre aproximações e distanciamentos da assistência de enfermagem no cenário acima descrito, com o intuito de analisá-las à luz do pensamento heideggeriano.Tratou-se também de uma reflexão sobre questões emergentes do processo de pesquisar e da prática de assistir que pôde propiciar um outro saber para a assistência de enfermagem à mulher em tratamento quimioterápico. Pude, assim, vislumbrar a assistência de enfermagem por uma outra ótica, aquela da compreensão como possibilidade do agir profissional.

  11. De comportadas a sedutoras: representações da mulher nos quadrinhos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Siqueira

    2008-10-01

    Full Text Available Buscamos discutir neste artigo representações do corpo feminino em histórias em quadrinhos, as forças sociais e as relações de poder que as alimentam. Para tal, selecionamos três narrativas do gênero graças à forma particular como representam a mulher: os “catecismos”, do brasileiro Carlos Zéfiro (a partir do final da década de 1940; as aventuras de Valentina, do italiano Guido Crepax (anos 1950; e, a partir dos anos 1980 até início do século XXI, a trajetória da americana Rainha Branca, personagem mutante X-Men. Como referencial teórico, recorremos à leitura de Mauss, Bourdieu e Foucault. Palavras-chave: Corpo; cultura; representações; mulher; histórias em quadrinhos. ABSTRACT In this article we discuss the representations of the female body in comic books, the social forces and power relations that maintain them. We have selected three narratives of gender due to the particular way they represent womanhood: the “cathecisms”, by Brazilian artist Carlos Zéfiro (as from the end of the 1940’s; Italian atrist Guido Crepax’s adventures of Valentina (in the 1950s and, in the beginning of the 21st century, the mutant American X-Men character, the White Queen. We use the ideas of Mauss, Bourdieu and Foucault as theoretical reference. Keywords: Body; culture; representations; woman, comics.

  12. O dogma da formalidade visível e inoperante ante a constatação necessária de medidas reais ao combate da violência contra a mulher: Lei Maria da Penha (da igualdade formal à igualdade real-material

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denigelson da Rosa Ismael

    2010-12-01

    Full Text Available A violência contra a mulher no Brasil é um mal que atravessa os séculos. Está enraizada em uma retrógrada imagem em que a mulher era fantoche do homem, e, mesmo com a Declaração dos Direitos Humanos, o advento da Constituição Federal de 1988 e com tantos Tratados e Convenções Internacionais ratificados pelo Brasil, o quadro continua inerte. No intuito de inibir a violência afetiva, familiar e doméstica contra a mulher, foi promulgada, em 2006, a Lei Maria da Penha, caracterizada, principalmente, pela sua dúplice função proteção/coibição. Todavia, como se trata de uma lei amparada em uma ação afirmativa que impõe medidas de diferenciação, muito se tem discutido a respeito de sua constitucionalidade. Portanto, o presente estudo propõe-se a construir uma reflexão, analisando os mecanismos de proteção à mulher inseridos no corpo da Lei Maria da Penha, como institutos reais de combate ao dogma da igualdade formal visível (existente e inoperante, possibilitando alcançar à mulher um esboço da igualdade real-material. Palavras-chave: Violência contra mulher. Lei Maria da Penha. Igualdade formal. Igualdade real-material. Constitucionalidade.

  13. Representação social da violência sexual e sua relação com a adesão ao protocolo de quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ericka Viviane Pontes Procópio

    2014-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi conhecer as representações sociais da violência sexual e sua relação com a adesão do protocolo da quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, orientada pela teoria das representações sociais, através de entrevista gravada com 13 mulheres, com idades entre 12 e 23 anos. No grupo, observou-se que as representações sociais construídas acerca da violência sexual exerceram uma considerável influência na adesão ao tratamento quimioprofilático. As pesquisadas elaboraram imagens nas quais as preocupações geradas à família, desconfortos causados pelos efeitos dos fármacos, a mudança de rotina, o medo de adoecer, de ser estigmatizada, ansiedade e raiva, apareceram como elementos constantes, podendo acarretar o abandono do tratamento. Considerando a influência dessas representações no tratamento, verifica-se a necessidade de uma maior atenção dos serviços de saúde com relação a estas possibilidades, dispondo de recursos para planejar sua assistência com base nestas diferentes necessidades. É preciso que, além do investimento em pesquisas com novos fármacos, exista um investimento em pesquisas qualitativas, que forneçam subsídios para um acompanhamento mais apropriado das pacientes.

  14. Fatores de risco associados ao sobrepeso e a obesidade em mulheres de São Leopoldo, RS

    OpenAIRE

    Teichmann,Luciana; Olinto,Maria Teresa Anselmo; Costa,Juvenal Soares Dias da; Ziegler,Denize

    2006-01-01

    OBJETIVO: Identificar a prevalência e os fatores de risco para sobrepeso e obesidade nas mulheres de São Leopoldo, RS, Brasil. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com base populacional incluindo 981 mulheres de 20 a 60 anos de idade. O sobrepeso foi definido pelo índice de massa corporal entre 25 a 29,9 Kg/m² e a obesidade foi considerada como IMC > 30 Kg/m². As medidas de efeito brutas e ajustadas foram calculadas pela Regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi...

  15. O agente comunitário de saúde e a violência contra a mulher DOI:10.5007/1807-0221.2011v8n12p69

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leide Sayuri Ogasawara

    2011-12-01

    Full Text Available A violência é o uso intencional de força física ou do poder, real ou em ameaça, contra si próprio, contra outra pessoa ou contra um grupo ou uma comunidade e que resulte ou tenha possibilidade de resultar em lesão, morte, dano psicológico, deficiência de desenvolvimento ou privação. A violência, nos seus vários tipos (doméstica, sexual, física e psicológica, já é considerada uma endemia que afeta a saúde individual e coletiva. A Casa da Mulher Catarina, projeto de extensão do Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina, atuou em 2010 na disseminação do conhecimento sobre a violência contra a mulher. Realizou capacitação para 174 agentes comunitários de saúde (ACSs das Unidades de Saúde de São José/SC, com o objetivo de sensibilizá-los sobre a violência. Ao final, avaliaram-se as atividades com perguntas sobre a violência, as quais foram aprovadas pelo Comitê de Ética da UFSC/CEPSH, sob o número 790/2010. A maioria, 72%, respondeu que às vezes a mulher é tratada com respeito no Brasil; 22% responderam que a mulher não é respeitada, 4% responderam que a mulher é tratada com respeito; e 2% não responderam. O ambiente apontado como sendo o de maior desrespeito foi a sociedade (38%, seguido do familiar (35%, do local de trabalho (25%, e (2% não responderam e/ou responderam ser em outros locais. Os ACSs mostraram desconhecimento do assunto e interesse por ele. Acredita-se que a capacitação atingiu as expectativas, e que agora os agentes saibam identificar a violência contra a mulher na sua comunidade e sejam multiplicadores das ações contra a violência.

  16. A relação da mulher e a terra na revista Agriculturas: uma análise de conteúdo / The relationship between women and the earth in the journal Agriculturas: a content analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Cleofas Faggion Alencar

    2011-01-01

    Full Text Available Este trabalho é resultado de uma parceria entre a biblioteca e o setor de PD&I da Embrapa Meio Ambiente onde, através da aplicação do método de análise de conteúdo em artigos publicados pela Revista Agriculturas, buscou-se entender qual é o lugar e importância das mulheres, a percepção ou visão dos autores sobre a contribuição das mulheres e as principais atividades que elas desenvolvem. A grande parte dos artigos mostra que as mulheres atuam diretamente em atividades produtivas e em particular em atividades especificas, na unidade de produção e no artesanato, além de outras funções igualmente importantes. Elas têm tido sensibilidade para trabalhar respeitando os princípios da Agroecologia, cujas práticas se expressam nas atividades desenvolvidas na unidade de produção. Nos artigos da Revista Agriculturas, as mulheres desempenham o papel de "guardiãs das sementes”, de sua cultura e muitas vezes estão no centro das decisões sobre o que plantar, como plantar e onde vender a produção. Assim, o trabalho em conjunto com a Biblioteca possibilitou o desenvolvimento desta pesquisa destacando a aplicação do método de análise de conteúdo nos artigos da revista Agriculturas para identificar a relação da mulher e a terra.

  17. O jornal das senhoras e a busca pela emancipação moral e intelectual da mulher brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Itiana Daniela Kroetz

    2015-06-01

    Full Text Available No século XIX a educação destinada às mulheres era quase nula e poucas sabiam ler. Se ler já era considerado perigoso, escrever era muito pior, já que assim as mocinhas podiam grafar bilhetes aos seus pretendentes, ameaçando a paz e a integridade da família patriarcal e pondo em risco a autoridade paterna. Pior ainda era a mulher escrever e publicar textos assinados, isso era considerado um atentado à honra, já que tanto o nome da mulher, quanto sua pessoa, devia se manter dentro do lar. O que se esperava das mulheres era que fossem boas esposas, mães e donas de casa. É nesse momento histórico que surge o Jornal das Senhoras, ao que parece, a primeira publicação brasileira direcionada ao público feminino e escrita por mulheres. O principal objetivo dessa revista era promover a emancipação moral e intelectual da mulher. Porém, não podemos ver a emancipação feminina com um olhar contemporâneo, pois as editoras do Jornal das Senhoras entendiam essa emancipação como sendo a ilustração da mulher. Desse modo, esse estudo pretende apresentar uma contextualização histórica da condição feminina no Brasil, no século XIX, bem como um contraste entre a mulher brasileira e a mulher europeia daquele período. Esse trabalho também trata do surgimento da imprensa feminina no Brasil e caracteriza o Jornal das Senhoras a partir dos textos publicados nessa revista. E é através desses textos que podemos entender o que as editoras desse periódico entendiam por emancipação moral e intelectual da mulher.

  18. Diabetes gestacional na perspectiva de mulheres grávidas hospitalizadas

    OpenAIRE

    Araújo, Márcio Flávio Moura; Pessoa, Sarah Maria Fraxe; Damasceno, Marta Maria Coelho; Zanetti, Maria Lúcia

    2013-01-01

    Estudo qualitativo fenomenológico, que teve como objetivo compreender o significado das experiências vivenciadas por mulheres com diabetes mellitus gestacional. Participaram 12 pacientes internadas em uma maternidade de Fortaleza-CE, Brasil, que manifestaram seus sentimentos e percepções por meio de entrevista aberta e desenhos. O material empírico foi transcrito na íntegra e, posteriormente, organizado e analisado pelo método fenomenológico. Os resultados evidenciaram dois temas: (1) Vivenci...

  19. Autonomia, gênero e gravidez na adolescência: uma análise comparativa da experiência de adolescentes e mulheres jovens provenientes de camadas médias e populares em Belo Horizonte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Sampaio Chacham

    2012-12-01

    Full Text Available Neste trabalho, investiga-se como desigualdades de classe e de gênero atuam no sentido de reduzir o grau de autonomia de adolescentes (15 a 19 anos e mulheres jovens (20 a 24 anos, influenciando seu comportamento sexual e reprodutivo, especificamente na experiência da gravidez na adolescência. Na análise foram utilizados dados provenientes de dois inquéritos, cuja amostra total foi de 648 jovens do sexo feminino entre 15 e 24 anos de idade, 292 residentes em bairros de classe média e 356 em favelas situados na região centro-sul da cidade de Belo Horizonte, Brasil. Nos resultados, encontrou-se uma prevalência bruta de 27,3% de gravidez até os 19 anos entre as jovens residentes em favelas e de 1,7% entre as moradoras em bairros da região centro-sul de Belo Horizonte. Os dados apontam para uma relação direta entre a gravidez na adolescência com o controle e a violência por parte do parceiro. Entre aquelas residentes em favelas, 48% das que declararam ter sofrido violência física por parte de um parceiro e 58% das que declararam ter sofrido violência sexual haviam engravidado ao menos uma vez antes dos 19 anos. A associação da violência de gênero com a gravidez na adolescência se manteve presente mesmo quando controlada por classe social, ainda que seu peso fosse muito mais pronunciado entre as jovens de baixa renda. Esses resultados reforçam a importância de se aprofundar a compreensão acerca do impacto das desigualdades de classe e gênero no comportamento sexual e reprodutivo de adolescentes e mulheres jovens.

  20. Prevalência e caracterização de espécies de lactobacilos vaginais em mulheres em idade reprodutiva sem vulvovaginites Prevalence and characterization of vaginal lactobacillus species in women at reproductive age without vulvovaginitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Melo Brolazo

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar espécies de lactobacilos isolados do conteúdo vaginal de mulheres saudáveis e assintomáticas; determinar as espécies mais prevalentes e caracterizá-las fenotipicamente. MÉTODOS: lactobacilos foram isolados em meio seletivo a partir de amostras de conteúdo vaginal de 135 mulheres, sem queixa de corrimento e com diagnóstico laboratorial negativo para infecções vaginais, acompanhadas em um ambulatório de Planejamento Familiar. Os isolados foram identificados por PCR multiplex e, quando necessário, submetidos ao sequenciamento do gene RNAr 16S. Foram também avaliados quanto à acidificação do meio de cultura, à produção de ácido láctico, de H2O2, bacteriocinas e a capacidade de adesão às células epiteliais. RESULTADOS: oitenta e três cepas de lactobacilos foram isoladas e identificadas, sendo as espécies predominantes L. crispatus (30,1%, L. jensenii (26,5%, L. gasseri (22,9% e L. vaginalis (8,4%. Apenas 20 destes isolados não produziram H2O2 em quantidades detectáveis. Das 37 linhagens selecionadas para teste de adesão a células epiteliais, 12 apresentaram adesão entre 50 a 69%, 10 apresentaram 70% ou mais, e as restantes pouca ou nenhuma adesão. Nenhum dos isolados produziu bacteriocinas. CONCLUSÕES: as espécies de lactobacilos mais prevalentes em mulheres sem vulvovaginites, isoladas em meio de cultura seletivo e identificadas por métodos moleculares, foram L. crispatus, L. jensenii e L. gasseri. Além de mais frequentes, tais linhagens também apresentaram melhor produção de H2O2 e atingiram menores valores de pH em meio de cultura.PURPOSE: to identify species of lactobacillus isolated from the vaginal contents of healthy and asymptomatic women, determining the most prevalent species and characterizing them phenotypically. METHODS: lactobacillus have been isolated in selective milieu from samples of the vaginal contents of 135 women without complaints of vaginal secretion, and with

  1. O método Pilates e os seus efeitos em termos de auto-eficácia na musculatura do pavimento pélvico em mulheres com incontinência urinária de esforço

    OpenAIRE

    Soares, Vanda Cláudia da Silveira

    2011-01-01

    Mestrado em Ciências da Fisioterapia Introdução: Os valores de prevalência e incidência da incontinência urinária de esforço (IUE), o seu impacto na qualidade de vida das mulheres afectadas e nos problemas de saúde associados e as implicações financeiras constituem graves consequências. Há assim uma necessidade dos profissionais de saúde desenvolverem intervenções na abordagem à IUE, onde se inclui o Método Pilates (MP). Objectivo: analisar os efeitos que a prática deste método, sem outro ...

  2. ASSOCIAÇÃO ENTRE O ÍNDICE DE ADIPOSIDADE CORPORAL (IAC E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL (IMC EM MULHERES PRATICANTES DE TREINAMENTO RESISTIDO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    William Cordeiro de Souza

    2014-04-01

    Full Text Available O presente estudo buscou como objetivo realizar uma relação entre o índice de adiposidade corporal (IAC e índice de massa corporal (IMC em mulheres praticantes de treinamento resistido. A mostra foi composta por 14 mulheres (idade: 27 ± 3.96 anos praticantes de treinamento resistido (3 a 5 dias por semana. Foram avaliados o peso e a estatura para obtenção de IMC e circunferência do quadril (CQ na determinação do índice de adiposidade corporal. Na análise dos dados foi utilizada à estatística descritiva: Média, desvio padrão (dp, frequência percentual (% e o fator de correlação de Pearson (r com nível de significância de 0,05. Nos resultados obtidos observou-se que no IMC todas as avaliadas estão dentro dos padrões estabelecidos (eutroficas. Com relação ao IAC, 28.57% (n=4 das mulheres avaliadas estão dentro do padrão “Ideal”, 42.87% (n=6 com seu percentual “Moderado” e 28.57% (n= 4 com “Excesso de gordura”. Quanto à circunferência do quadril foi verificado que as todas as avaliadas (n=14 estão com dentro dos padrões recomendo. Não foram encontradas correlações entre IMC e IAC (r =0,392 e p =0,164, nem entre IMC e CQ (r =0,272 e p =0,345. Ao finalizar o estudo foi verificado que não houve diferenças significativas entre IMC e IAC; nem para o IMC com a CQ.

  3. Ações para o enfrentamento da violência contra a mulher em duas unidades de atenção primária à saúde no município do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana dos Santos Borsoi

    2009-03-01

    Full Text Available Propôs-se conhecer e discutir ações voltadas para o enfrentamento da violência doméstica no âmbito do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. Para tanto, buscou-se levantar e comparar as práticas profissionais em duas unidades de saúde do município do Rio de Janeiro, sendo uma delas referência para o atendimento às vítimas de violência. Foram realizadas oito entrevistas em profundidade, semiestruturadas, com profissionais das equipes do Programa de Saúde da Mulher. Embora ambas as unidades identifiquem frequentemente usuárias vítimas de violência doméstica, na unidade de referência os profissionais se mostraram mais preparados para identificar o problema quando este não se apresenta de forma explícita e para desenvolver ações de acolhimento dentro da própria unidade de saúde. O que diferencia as duas unidades é o encaminhamento dado ao problema, relacionado com a forma como cada serviço entende a violência como demanda inerente também à esfera da saúde.

  4. Cotidiano ritualizado: grupos de mulheres no enfrentamento à violência de gênero Ritualized daily routine: groups of women to face gender violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela N. Meneghel

    2005-03-01

    Full Text Available Este estudo avalia a experiência com grupos de mulheres em situação de violência de gênero, desenvolvida em um programa de extensão da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos, no Estado do Rio Grande do Sul. Os pesquisadores organizaram três grupos de mulheres durante os anos de 2002 e 2003. Os grupos tiveram o formato de oficina, abertos a toda mulher em situação de violência de gênero perpetrada pelo companheiro e constituíram um espaço protegido de acolhimento e escuta para as mulheres. O objetivo principal das oficinas foi contribuir para o "empoderamento" das mulheres, tornando-as agentes da sua própria transformação. Foram construídas dinâmicas como narrativas e pinturas, objetivando impactar sobre a violência de gênero. O grupo proporcionou troca interdisciplinar, experiência e avaliação contínua para os pesquisadores e as participantes.This study represents an evaluation about battered women's group experience developed as part of a university extension program of Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos in Rio Grande do Sul State. The researchers organized three groups of women during the years 2002 and 2003. The groups worked like a workshop open to any woman suffering domestic violence perpetrate by partner and was a protect space to receive and listen to women. The main objective of the workshops was to contribute to the empowerment of women, turning them into agents of their own transformation. Researchers built actions like stories and paintings to impact gender violence. The group provided interdisciplinary exchange, experience and ongoing evaluation for researchers and participants.

  5. Representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Maria Cezar Leal

    2011-06-01

    Full Text Available A violência contra a mulher constitui grave problema de Saúde Pública; ocorre no mundo inteiro em todas as classes sociais. O objetivo do estudo foi conhecer as representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva de enfermeiras alunas de uma Escola Superior de Enfermagem de Lisboa/Portugal. Realizou-se pesquisa exploratória com respaldo das representações sociais, da qual participaram cento e cinquenta enfermeiras, sendo os dados coletados por meio de questionário. Para análise, utilizou-se o software DataVic 4.3. Resultados apontam que as representações sociais da violência contra a mulher estão restritas ao universo consensual pelo qual são produzidas, constituído, sobretudo, pela conversação informal e pela vida cotidiana. Apontam, também, que a violência não é entendida como um problema de saúde. Considera-se que o embasamento teórico sobre o tema e o envolvimento institucional dos Serviços de Saúde contribuirão para a inserção da violência contra a mulher na agenda da Saúde Pública.

  6. Violência contra mulheres rurais: gênero e ações de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Cocco da Costa

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar, a partir da categoria analítica de gênero, as dimensões que a violência contra mulheres rurais assume nas concepções de gestores, profissionais e trabalhadores da saúde de municípios da metade sul do Rio Grande do Sul. Métodos: Estudo qualitativo, realizado com 56 participantes, constituídos de gestores municipais, profissionais e trabalhadores da saúde que atuam em áreas rurais. A geração de dados ocorreu por entrevista semiestruturada. Foi utilizada análise de conteúdo temática. Resultados: Observou-se o poder e a autoridade do homem como provedor e chefe da casa. A mulher rural é vista sob a ótica da relação de serviço, subordinação e obediência. A presença dos preconceitos e das desigualdades concretas de gênero estimula as práticas discriminatórias, justifica a violência doméstica e limita os direitos das mulheres. Conclusão: Conclui-se que para a maioria dos entrevistados a violência contra as mulheres rurais é naturalizada, tornando-se uma problemática de difícil inserção no campo da saúde.

  7. Estado nutricional e consumo alimentar de mulheres com câncer de mama atendidas em um serviço de mastologia no interior do Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Cristina Zanchin

    2011-10-01

    Resultados: Observou-se que 90% da população estudada apresentavam idade >40 anos, 68% encontravam-se na pós-menopausa, 70% estavam em etapa pós-tratamento e que 84% nunca ingeriam bebidas alcoólicas. A análise estatística demonstrou freqüência elevada de sobrepeso/obesidade (72% com IMC médio de 28,6±5,6Kg/m² e alta prevalência de sedentarismo (72%. A média diária de consumo energético foi de 1413,7Kcal/dia; sendo 27,3% de lipídeos totais e 8% de gorduras saturadas. O consumo de fibras, vitamina A, C e E e selênio apresentaram-se abaixo das recomendações nutricionais. Foi encontrada preferência por leite integral e carne vermelha, consumo diminuído de frutas e pouca variedade na ingestão de verduras. Conclusão: Houve alta prevalência de sobrepeso/obesidade em mulheres na pós-menopausa, alto índice de sedentarismo e baixo consumo de micronutrientes. Também foi encontrado grande número de mulheres sobreviventes de CM. Estes achados são importantes para o estabelecimento de ações de intervenção nutricional que ajude no prognóstico e na prevenção de recorrência tumoral.

  8. Consumo alimentar de mulheres sobreviventes de câncer de mama: análise em dois períodos de tempo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Alves de Carvalho Sampaio

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o consumo alimentar de dois grupos de mulheres portadoras de câncer de mama atendidas em dois períodos distintos: 1999-2004 e 2005-2009. MÉTODOS: Estudo documental, com abordagem descritiva e comparativa. Foram coletados dados de identificação e de ingestão alimentar nas fichas de 154 pacientes portadoras de câncer de mama atendidas em serviços de referência de Fortaleza (CE: 66 no período de 1999-2004 e 88 no de 2005-2009. Foram considerados como integrantes do hábito os alimentos consumidos pelo menos quinzenalmente por, no mínimo, 50% das pessoas. Calculou-se a prevalência de consumo de alimentos, sendo os padrões dos dois períodos comparados pela aplicação dos testes Quiquadrado ou exato de Fisher, e adotouse p<0,05 como nível de significância. RESULTADOS: Os hábitos alimentares dos dois grupos foram semelhantes, exceto quanto ao maior consumo de leite e de cenoura e menor consumo de manga e caju, além de uma tendência ao aumento no consumo de óleo de soja, observada no grupo atendido mais recentemente. O aumento de leite e de cenoura pode configurar proteção contra a recidiva da doença, mas a redução do consumo das frutas citadas pode significar maior risco: aliás, foram baixas as prevalências de consumo de frutas e hortaliças pelos dois grupos de mulheres. CONCLUSÃO: Os achados apontam para uma lacuna na abordagem educativa das pacientes tanto no passado como na atualidade, o que comprova a necessidade de incentivar maior consumo e variedade de hortaliças e frutas e menor consumo de cereais refinados, gorduras, açúcar e refrigerantes.

  9. A CPMI da Violência Contra a Mulher e a Implementação da Lei Maria Da Penha

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Hein de Campos

    2015-05-01

    Full Text Available Este artigo analisa as conclusões da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Violência contra a Mulher, criada pelo Congresso Nacional Brasileiro em 2012, no que tange à aplicação da Lei Maria da Penha. Após um ano e meio de trabalho, o relatório da CPMI apontou a fragilidade das políticas públicas de enfrentamento à violência contra mulheres e os obstáculos na implementação da Lei Maria da Penha, dentre os quais, destacam-se: a precariedade da rede de serviços e o reduzido número de juizados especializados em atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar; o descumprimento da decisão do Supremo Tribunal Federal que proíbe a aplicação da suspensão condicional do processo; a resistência de operadores/as do direito em entender a proposta da nova lei e romper com a lógica familista e o insuficiente orçamento para o desenvolvimento e a manutenção das políticas públicas de enfrentamento a essas situações de violência. A análise do relatório da CPMI permite concluir que os estados brasileiros investem muito pouco em políticas públicas específicas e que a implementação integral da Lei Maria da Penha depende de uma nova compreensão jurídica, da articulação entre os poderes públicos e de uma política orçamentária de gênero.

  10. Na Trilha Dos Sujeitos: audiovisual, memória e o evento de empoderamento para as mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Capibaribe Leite

    2012-12-01

    Full Text Available Como a atualização das memórias individuais representadas nas imagens podem compor discursos sobre autonomia para as mulheres? A partir de quatro filmes produzidos pelo consórcio internacional Pathways of Women’s Empowerment, este artigo propõe a definição de um evento de empoderamento para as mulheres enquanto processo de mudanças em suas vidas, midiatizado através das imagens e que se conecta a dois outros eventos contemporâneos: da fotografia e do endereçamento fílmico. A intenção é investigar como os filmes abordam os espaços de transição para diferentes sujeitos-mulher, a partir das narrativas da memória que contraem passado e futuro no presente e estabelecem linhas de pertencimento por via de um “tornar-se”.

  11. Fatores de risco clínicos e ultra-sonográficos relacionados à litíase vesicular assintomática em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ferreira Adilson Cunha

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar variáveis clínicas e ultra-sonográficas, como presença ou ausência de barro biliar, espessura da parede e medida transversal da vesícula biliar, idade, paridade, presença ou ausência de diabetes mellitus associadas a litíase vesicular assintomática, bem como determinar a sua prevalência em pacientes submetidas ao exame ultra-sonográfico. MATERAIS E MÉTODOS: Foram analisadas, em estudo prospectivo, 265 pacientes do sexo feminino, atendidas na Escola de Ultra-sonografia e Reciclagem Médica de Ribeirão Preto, durante o período de janeiro a setembro de 2001. RESULTADOS: Evidenciou-se diferença estatisticamente significativa relacionada à litíase da vesícula biliar e espessura da parede da vesícula biliar, barro biliar, diâmetro transverso da vesícula biliar, faixa etária, paridade, passando de 4,1% nas nulíparas para 39,1% nas multíparas e diabéticas. A prevalência de litíase na vesícula biliar em pacientes assintomáticas foi de 14,7%. CONCLUSÃO: A litíase vesicular assintomática em mulheres ocorre principalmente com o decorrer da idade e da paridade. Os achados ultra-sonográficos mais freqüentemente encontrados foram presença de barro biliar e de espessamento da parede da vesícula biliar.

  12. REPRESENTAÇÕES DA MULHER CABOCLA NA TV E NO CINEMA NACIONAL DA DÉCADA DE 1970

    OpenAIRE

    Gottwald Junior, Luis Alberto

    2015-01-01

    O cinema nacional produziu diferentes gêneros fílmicos na década de 1970, o que resultou em múltiplas representações da mulher atrelada ou não a uma perspectiva política e social. Essa pesquisa buscou mostrar que, apesar de não tão evidenciada quanto a indígena ou as afro-brasileiras, a mulher cabocla foi representada na TV e no cinema nacional de diferentes formas, através de filmes e novelas de cineastas e dramaturgoscomo Jorge Bodanzky, Orlando Senna (Iracema: uma transa amazônica, 1974) e...

  13. Prevalência dos HPV 16, 18, 45 e 31 em mulheres com lesão cervical Prevalence of HPV 16, 18, 45 and 31 in women with cervical lesions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Rocha Pitta

    2010-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência dos HPV 16, 18, 31 e 45 em amostras de raspado cervical de mulheres com alterações celulares e/ou colposcopia sugestiva de lesão de alto grau ou lesão de baixo grau persistente submetidas à conização. MÉTODOS: Foram incluídas 120 mulheres. A análise histológica dos cones cervicais revelou 7 casos de cervicite, 22 de NIC1, 31 de NIC2, 54 de NIC3 e 6 carcinomas invasores. Foram analisadas as amostras de raspado cervical coletadas antes da conização para a presença do DNA-HPV por PCR com os primers de consenso, PGMY09/11. As amostras positivas para DNA de HPV foram testadas para presença do HPV16, 18, 31 e 45 utilizando-se primers tipo específico para esses HPV. RESULTADOS: O DNA-HPV foi detectado em 67,5% das mulheres. O HPV 16 (40% foi o tipo mais prevalente na maioria das lesões, seguido dos HPV 31 (13,3%, 45 (13,3% e 18 (4,1%. Infecções múltiplas ocorreram em 15% dos casos e as infecções por outros tipos de HPV foram detectadas em 14% da amostra. CONCLUSÕES: as infecções pelos HPV 16 e 18 nem sempre ocorrem de maneira solitária (infecção única, estando associadas a outros tipos de HPV em diversas ocasiões.PURPOSE: to determine the prevalence of HPV 16, 18, 31 and 45 in cervical screening samples of women with cellular changes and/or colposcopy suggestive of persistent high grade or low grade lesion who were submitted to conization. METHODS: a total of 120 women were included in the study. Histological analysis of the cervical cones revealed 7 cases of cervicitis, 22 of CIN1, 31 of CIN2, 54 of CIN3, and 6 invasive carcinomas. The cervical screening samples were analyzed before conization for the presence of HPV-DNA by PCR using the consensus primers PGMY09/11. HPV-DNA-positive samples were tested for the presence of HPV16, 18, 31 and 45 using type-specific primers for these HPV. RESULTS: HPV-DNA was detected in 67.5% of the studied women. HPV 16 (40% was the most prevalent type in

  14. Women, social connections of sex and citizenship Mulheres, relações sociais de sexo e cidadania

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marie-Blanche Tahon

    2008-06-01

    Full Text Available The article calls into question the reason why the democratic modernism didn’t include, immediately, women inside its base origin: all men are born free and equal before law. The text supports that the legal recognition of women’s rights to control their own fecundity, throughout the 1980’s, was the fact that made possible for women to be included inside the democratic societies. By the moment when law recognized this right, all formal inequality among men and women were suppressed. This recognition made possible the formation of a demand for parity without suppressing the universalism principle. With the demand for homoparentage, this universalism might be discussed all over again, as in Quebec. The article debates epistemological elements susceptible of breaking the magic circle around de universal tautological defi nition and supports that the presence of sex is neither specifi c nor particular when it comes to women, or when it comes to men. Keywords: Citizenship. Sex social connections. Maternity. Homosexuality. Homoparentage. Procreation. O artigo questiona a razão pela qual a modernidade democrática não incluiu imediatamente as mulheres no princípio que a fundamenta: todos os homens nascem livres e iguais perante a lei. Sustenta que o reconhecimento legal do direito das mulheres de controlar sua própria fecundidade, em torno dos anos 1980, foi o fato que possibilitou a inclusão das mulheres nas sociedades democráticas. A partir do momento em que a lei reconheceu esse direito, toda desigualdade formal entre homens e mulheres acabou sendo suprimida. Esse reconhecimento permitiu formular a reivindicação da paridade sem abolir o princípio do universalismo. Com a reivindicação da homoparentalidade, esse universalismo é susceptível de ser rediscutido, como ocorre no Quebec. Traz para o debate elementos epistemológicos suscetíveis de romper com o círculo mágico que está em volta da definição tautológica do

  15. Desejo de informação e participação nas decisões terapêuticas em caso de doenças graves em pacientes atendidos em um hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gulinelli André

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o desejo de pacientes serem informados sobre diagnóstico de doenças graves, de informação às suas famílias e de participação nas decisões terapêuticas. MÉTODOS: 363 pessoas atendidas no ambulatório ou internadas na enfermaria de um serviço universitário de Clínica Geral foram entrevistadas. O questionário continha perguntas sobre desejo de ser informado e de que familiares também fossem informados em casos de diagnósticos de câncer e síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids e de ser informado e participar de decisões terapêuticas em caso de tumores abdominais. RESULTADOS: Homens (96,1% e mulheres (92,6% mostraram desejo de serem informados do diagnóstico de câncer e 87,7% dos homens e 84,2% das mulheres desejaram que sua família também fosse informada; 94,2% dos homens e 91% das mulheres afirmaram querer saber do diagnóstico de Aids. Enquanto 86% das mulheres e 76,6% dos homens mostraram desejo de serem informados das opções terapêuticas em caso de tumor abdominal, apenas 58,5% das mulheres e 39,6% dos homens desejaram opinar sobre o tratamento. O desejo de participar das decisões terapêuticas foi menor nos homens, nas pessoas com mais de 60 anos e em quem estava internado (p<0.05. CONCLUSÕES: A grande maioria da população que procura um hospital universitário deseja ser informada sobre suas condições de saúde, incluindo eventuais diagnósticos de doenças graves. Por outro lado, existem vínculos familiares intensos, sendo que os pacientes desejam, também, que suas famílias sejam informadas.

  16. Bioseguridad en Fisioterapia. Recomendaciones básicas para el autocuidado

    OpenAIRE

    Cabrera, Alexander; Rodriguez, Carmen Lilia

    2006-01-01

    La bioseguridad, desde la perspectiva de los riesgos profesionales y de la salud pública, cobra cada día mayor importancia frente al peligro de accidentes o de enfermedades ocupacionales y, también, frente a la prevención y el control de la infección hospitalaria, sobre todo, cuándo ésta se asocia a gérmenes multiresistentes. En las áreas clínicas, la evidencia científica ofrece argumentos contundentes que promueven el autocuidado y la aplicación de principios y herramientas dirigidas a la co...

  17. A autocompaixão em mulheres e relações com autoestima, autoeficácia e aspectos sociodemográficos = Self-compassion in brazilian women and relations with self-esteem, self-efficacy and demographic aspects = La autocompasión entre las mujeres brasileñas y las relaciones con la autoestima, la autoeficacia y aspectos demográficos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza, Luciana Karine de

    2016-01-01

    Full Text Available Estudos mostram que mulheres são mais acometidas por sintomas de depressão e ansiedade, na comparação com homens. Uma das maneiras de se contrabalançar tais sintomas é através da autocompaixão. Em estudo brasileiro prévio, mulheres apresentaram menor autocompaixão do que homens. O presente estudo investigou diferenças na autocompaixão em 327 mulheres com respeito à autoestima, autoeficácia e aspectos sociodemográficos. As participantes responderam um questionário sociodemográfico e escalas de autocompaixão, autoestima e autoeficácia. Comparações etárias e com variáveis sociodemográficas foram realizadas mediante testes t. Os resultados significativos encontrados para autocompaixão foram ter mais de 30 anos, praticar uma religião, não usar medicamento psiquiátrico e ter filhos. O trabalho permitiu a identificação de variáveis que sugerem direções para futuras pesquisas sobre autocompaixão em mulheres. Um exemplo é a questão da relação entre ter filhos e maior autocompaixão, o que pode sugerir que habilidades maternas e estilos parentais possam desempenhar papel importante nessa questão

  18. Corpos estranhos, mas não esquecidos: representações de mulheres e homens sobre seus corpos feridos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evanilda Souza de Santana Carvalho

    2013-02-01

    Full Text Available Estudo qualitativo, cujo objetivo foi apreender e analisar as representações sobre o corpo ferido, e em que foram colhidos, através da entrevista em profundidade, depoimentos de dezoito adultos, feridos crônicos, usuários de ambulatório de cuidado a pessoas com feridas de um hospital público na cidade de Salvador-BA. A partir da Análise de Conteúdo Temática, emergiram as seguintes categorias relativas ao corpo ferido: é um estranho que promove sofrimento; é constantemente vigiado; é rejeitado; é prisioneiro; está vulnerável à violência; exige cuidado especial e, é um corpo em luto. Essas representações firmam-se em imagens negativas e de sofrimento, e evidenciam que o corpo ferido, muito diferente do corpo idealizado, promove sentimentos contraditórios e autodepreciativos. Os resultados revelaram que as pessoas com feridas crônicas estranham seus próprios corpos, experimentam sentimentos negativos acerca de sua imagem, e mobilizam alternativas de autocuidado e de apresentação pessoal, distintas das acionadas antes da cronificação.

  19. Representación del autocuidado de la salud en el trabajo de conductores de autobús urbano de Guadalajara, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercedes Gabriela Orozco-Solis

    Full Text Available Resumen: El objetivo del estudio fue analizar las representaciones sociales del autocuidado de la salud en el trabajo en conductores de autobús urbano de Guadalajara, México. La metodología fue cualitativa, con un diseño multimétodo, basado en la teoría de las representaciones sociales. En una primera etapa se efectuaron sesiones de observación participante, la información se registró en notas de campo; en una segunda fase se aplicaron las técnicas de la carta asociativa y los tris jerarquizados sucesivos a 20 conductores, los datos se sometieron a análisis clásico de las asociaciones libres; en una tercera etapa se realizaron entrevistas semi-estructuradas a 4 conductores, siendo sometidas a análisis de contenido. Los resultados indican que, estructuralmente, la representación se centra en la alimentación, presentándose en niveles periféricos el descanso y el cuidado correctivo de la salud. Procesualmente, la representación gira en torno a los factores psicosociales que se desprenden de las condiciones de trabajo, el resto de las características del ejercicio laboral se consideran poco riesgosas para la salud. Las acciones de autocuidado mencionadas se enfocan en las condiciones de trabajo percibidas como riesgosas. La representación social del autocuidado de la salud en el trabajo es una construcción mental colectiva, desarrollada y modificada a través de la interacción social, la cual influye en las acciones de autocuidado empleadas frente a los riesgos existentes en el entorno laboral.

  20. As mulheres e a SIDA

    OpenAIRE

    Bastos, Ana Isabel; Teixeira, José A. Carvalho; Paixão, Teresa

    1995-01-01

    Podem existir diferenças entre os sexos no que se refere aos factores biológicos, psicológicos e sociais associados & infecção pelo VIH (Vírus da Imunodeficiência Humana). Os autores fazem uma revisão da epidemiologia da SIDA nas Mulheres, evolução da infecção pelo VIH, factores mais especificamente associados ao VIH/SIDA nas Mulheres, gravidez e SIDA e, finalmente, aconselhamento de Mulheres. ABSTRACT------Male-female differences may exist in the biological, psycho...

  1. O consumo e a mulher consumidora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Araujo

    2008-09-01

    Full Text Available Este artigo é o resultado de uma pesquisa realizada durante o ano de 2004, a qual buscou identificar a imagem da mulher veiculada em anúncios publicitários de calçados femininos. Para a realização deste projeto, foram analisadas revistas de circulação nacional que publicam para o segmento coureiro-calçadista. Palavras-chave: Anúncios publicitários; consumo; imagem feminina. ABSTRACT This article is the result of a piece of research carried through during 2004. The study tried to identify the feminine image propagated in different advertisements of feminine footwear. Magazines of national circulation published for the footwear segment were analyzed. Keywords: Advertisement pieces; comsuption; feminine image.

  2. A CULPA É DA MULHER: O Anticristo, de Lars von Trier

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Nunes Silva

    2016-08-01

    Full Text Available RESUMO O Anticristo, filme de Lars von Trier, lançado em 2009, mostra o desespero de um casal ao perder seu único filho. Extremamente polêmico e repleto de referências bíblicas - a começar pelo título -, é um filme que choca pelo incessante desespero de uma mãe em luto que parece carregar o peso do mundo em sua condição de mulher. A proposta deste artigo é fazer uma análise deste filme iluminando a culpa cristã historicamente atribuída à mulher e seus desdobramentos imediatos, como o feminicídio.   PALAVRAS-CHAVE: Análise Fílmica; Cristianismo; Feminicídio; O Anticristo.   ABSTRACT Antichrist, film of Lars von Trier, released on 2009, shows the the despair of a couple to lose their only son. Extremely controversial and fraught with biblical references - beginning with the title -, it’s a film that shocked the unyielding despair a bereaved mother that seems to carry the weight of the world on his wife's condition. The purpose of this paper is to analyze of this film illuminating the christian guilt historically attributed to the woman and their immediate consequences, like the feminicide.   KEYWORDS: Filmic Analysis; Christianity; Feminicide; Antichrist.     RESUMEN Anticristo, pelicula de Lars von Trier, lanzada em 2009, muestra el desespero de una pareja cuando pierde su único hijo. Extremadamente polémica y llena de referencias bíblicas - empezando con el título -, es una película que sorprende al inquebrantable desesperación de una madre em luto que parece cargar el peso del mundo por ser mujer. El objetivo de este artículo es analizar esta película iluminando la culpa cristiana históricamente asignada a las mujeres y sus consecuencias inmediatas, como el feminicidio.   PALABRAS CLAVE: Análisis fílmica; Cristianismo; Feminicidio; Anticristo.

  3. Freqüência de diabetes mellitus e hiperglicemia em mulheres chagásicas e não-chagásicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Vitorino Modesto dos

    1999-01-01

    Full Text Available Estudo retrospectivo de 647 mulheres com idade340 anos, atendidas no Hospital-Escola da FMTM, Uberaba-MG. As três sorologias para a doença de Chagas foram negativas nas controles (n = 285 e positivas nas chagásicas (n = 362, que foram classificadas nas formas indeterminada (n = 125, megas (n = 58 e cardíaca (n = 179. Diabetes mellitus foi definido por duas glicemias em jejum3140mg/dl e hiperglicemia por glicemia em jejum > 110mg/dl. Os grupos foram comparados pelos testes do c2, análise de variância, "t" de Student, Kruskal-Wallis e Mann-Whitney, considerando-se significativo p < 0,05. chagásicas e controles estavam pareadas quanto à idade, o índice de massa corporal e a cor. Diabetes mellitus foi mais freqüente na forma cardíaca (15,1%, comparada com as controles (7,4%, megas (7,4% e assintomáticas (5,6%, o mesmo ocorrendo com a hiperglicemia (37,4%, 26,7%, 25,9% e 27,2%, respectivamente, achados que estão de acordo com possível desnervação parassimpática causada pelo Trypanosoma cruzi e conseqüente predomínio da atividade simpática.

  4. A experiência de adoecimento de mulheres com endometriose: narrativas sobre violência institucional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Alexandre de Souza São Bento

    Full Text Available Resumo O artigo evoca a centralidade ocupada pela categoria relacional de gênero, para iluminar as narrativas de vida de mulheres com uma doença crônica – a endometriose. O objetivo é discutir o significado da experiência de adoecimento de mulheres com endometriose na interface com a violência institucional. À luz do referencial de Bertaux, no método Narrativas de Vida, 20 foram as participantes desta pesquisa convidadas a partir de dois espaços virtuais de discussão e encontros sobre o viver com endometriose. As entrevistas foram realizadas pessoalmente no circuito RJ, SP e MG. A abordagem teórica foi abalizada por autores que tratam da experiência do adoecimento crônico enquanto fenômeno sociocultural, leituras metafóricas do problema e críticas à violência institucional. Os resultados identificam situações de violência de gênero/institucional perpetradas nos diversos espaços de atenção às mulheres. Expressam-se a partir da banalização dos discursos das mulheres; das tensões estabelecidas entre usuárias e médicos, onde o suposto saber leigo funciona como ultraje ao saber biomédico oficial e, precipuamente, na dificuldade de acesso aos serviços, levando as mulheres a uma peregrinação por cuidados e a se submeterem a formas de assistência não necessariamente baseadas em boas práticas.

  5. Promoção à saúde da mulher negra no povoado Castelo, Município de Alcântara, Maranhão, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deuzilene Pedra Viegas

    Full Text Available Resumo A Política Nacional de Saúde para a Mulher Negra dispõe de um aparato legal que dá suporte a sua implementação, conquistado pelo movimento negro. Tendo como parâmetro as legislações referentes à saúde da população negra e à saúde da mulher, além dos documentos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde de Alcântara, este trabalho teve como objetivo geral analisar os serviços básicos de saúde prestados às mulheres negras do povoado Castelo e como objetivos específicos realizar levantamento empírico dos programas e projetos voltados para mulheres negras oferecidos pelo município de Alcântara; verificar se no povoado Castelo há algum atendimento específico para mulheres negras; identificar as principais demandas das mulheres da comunidade ao serviço de saúde local; averiguar como o quesito cor está sendo empregado pela equipe da Estratégia Saúde da Família que atende a comunidade. A metodologia consistiu em identificar, através de documentos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS, as ações e serviços voltados para as mulheres na comunidade, e por meio de questionário aplicado aos profissionais, seus conhecimentos sobre a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra. Concluímos que, apesar do aparato legal, reconhecido e citado pela SEMUS em seu Plano de Saúde atual, as legislações não têm sido suficientes para que esse segmento social tenha suas peculiaridades reconhecidas. Informações básicas para planejamento de ações específicas, como a coleta do quesito cor, por exemplo, não são realizadas pela SEMUS. Não identificamos nenhuma ação planejada que considere as características raciais e étnicas das mulheres da comunidade.

  6. Uso popular de plantas medicinais por mulheres da comunidade quilombola de Furadinho em Vitória da Conquista, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L. R. Oliveira

    2015-10-01

    Full Text Available Objetivou-se com este trabalho realizar um levantamento do uso popular de plantas medicinais por mulheres da Comunidade Quilombola de Furadinho em Vitória da Conquista-Bahia. O trabalho foi realizado na comunidade Quilombola de Furadinho, visando identificar as principais plantas utilizadas com fins medicinais, as formas de obtenção, sua indicação medicinal, a parte da planta utilizada, as formas de preparo, bem como as formas de obtenção e transmissão deste conhecimento. Para a realização dessa pesquisa foram entrevistadas 14mulheres com idades variadas, moradoras dessa comunidade, através de questionários semi estruturados, e análise descritiva. Constatou-se um vasto conhecimento relacionado ao uso de plantas medicinais entre as entrevistadas, o qual foi adquirido de forma oral através de pais e avós. As plantas medicinais utilizadas são em sua maioria cultivadas em quintais, sendo as folhas a parte mais utilizada nas preparações medicamentosas, e a principal forma de preparo são os chás. Foram identificadas 30 plantas com fins medicinais e terapêuticos, sendo a Erva cidreira, o Capim santo, o Hortelã grosso, a Arruda e a Erva doce as mais utilizadas.Popularized use of medicinal plants by women of Quilombo of Furadinho community in Vitoria da Conquista, Bahia, Brazil Abstract: This work aimed to carry out a survey of the popular use of medicinal plants by women of Furadinho Quilombo Community in Vitória da Conquista, Bahia. The work was conducted in the Furadinho Quilombo Community, aiming at identifying the main plants used for medical purposes, the ways of obtaining, its indication medicinal, the part of the plant used, the forms of preparation, as well as ways of obtaining and transmission of this knowledge. For the realization of this research were interviewed 14 women with ages varied, dwell in this community, through semi-structured questionnaires, and descriptive analysis. It was found a vast knowledge related to

  7. Validação de conteúdo da escala de avaliação do autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sherida Karanini Paz de Oliveira

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo construir e validar o conteúdo da Escala de Avaliação do Autocuidado de Pacientes com Insuficiência Cardíaca.Métodos estudo metodológico segundo a psicometria. Realizou-se busca em cinco bases de dados, que resultou em 63 artigos que nortearam a construção de um instrumento preliminar. Procedeu-se a validação de conteúdo por oito juízes que opinaram sobre a adequação de cada item segundo os critérios: clareza, precisão e relevância.Resultados houve uma concordância entre os juízes de 0,896 (p=0,001, sendo comprovada a validade de conteúdo da escala. O instrumento ficou composto por 20 itens agrupados em seis dimensões: Nutrição (4 itens, Atividade e repouso (3 itens, Percepção e cognição (3 itens, Promoção da saúde (6 itens, Tolerância ao estresse (2 itens e Papéis e Relacionamentos (2 itens.Conclusão o instrumento obteve um índice de validade de conteúdo satisfatório o que revela que a escala é representativa do conteúdo do construto.

  8. Análise dos fatores de risco relacionados ao tromboembolismo venoso em mulheres de idade fértil em Itajubá – Minas Gerais / Analysis of risk factors related to venous thromboembolism in women of childbearing age in Itajubá – Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melissa Andreia de Moraes Silva,

    2017-09-01

    Full Text Available Introdução: O tromboembolismo venoso (TEV incide em mulheres de idade fértil e a identificação dos fatores de risco é ponto crucial para sua prevenção. Objetivos: Identificar e correlacionar os fatores de risco mais comuns para o desencadeamento de TEV em mulheres de 14 a 50 anos. Métodos: Analisadas 30 mulheres com diagnóstico recente de trombose venosa profunda (TVP de membros inferiores por meio de ultrassonografia com Doppler colorido e de seus prontuários, no período de julho de 2011 a julho de 2016. Os fatores de risco foram descritos em proporções e comparados através de teste exato de Fisher. Resultados: A média de idade foi de 37,4 anos. O índice de massa corpórea médio foi de 27,4 kg/m2 e a média de gestações foi de 2,3 por paciente. Setenta por cento apresentaram TVP, e a prevalência em ambos os membros foi igual. Cirurgias recentes, história familiar de TEV, doenças associadas e uso de contraceptivos orais (CO foram os mais prevalentes na população estudada (53,8%, 42,3%, 42,3% e 38,5%, respectivamente. Uso de CO, cirurgia recente e varizes de grosso calibre foram os fatores mais relacionados à recorrência da trombose (p<0,05. Conclusão: Pode-se concluir que a presença de varizes, cirurgia recente e história familiar são os fatores de risco mais associados à presença de TVP em mulheres de idade fértil. Uso de CO, cirurgia recente e presença de varizes são os fatores de risco mais estatisticamente relacionados à recorrência da TVP. Introduction: Venous thromboembolism (VTE affects women of childbearing age and the identification of risk factors is a key point for preventing its development. Aims: To identify and correlate the most common risk factors for the development of VTE in women aged 14-50 years. Meth-ods: We analyzed 30 women with recent diagnosis of deep venous thrombosis (DVT of the lower limbs using Doppler color ultrasonography and their medical records from July 2011 to July 2016

  9. GÊNERO, SEXUALIDADE E SAÚDE REPRODUTIVA DAS MULHERES NEOPENTECOSTAIS MORADORAS DA ZONA RURAL DE LAJINHA/MINAS GERAIS

    OpenAIRE

    Patrícia Brandão Amorin

    2007-01-01

    lt;p align="justify"gt; O presente estudo busca compreender a relação existente entre sexualidade e religiosidade das mulheres evangélicas da Igreja Ministério Tabernáculo residentes na zona rural do Município de Lajinha/MG. Procura-se observar as práticas adotadas pelo grupo em torno da sua saúde reprodutiva e como a doutrina religiosa da igreja orienta as famílias de seus adeptos sobre o assunto. Trata-se de um estudo de caso realizado com mulheres da Igreja Ministério Tabernáculo moradoras...

  10. Caracterização fenotípica de leveduras isoladas da mucosa vaginal em mulheres adultas Phenotypic characterization of yeasts isolated from the vaginal mucosa of adult women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula dos Reis Corrêa

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: caracterizar fenotipicamente leveduras isoladas do conteúdo vaginal de 223 mulheres adultas, sintomáticas (S e assintomáticas (A para vulvovaginite, e determinar os indicadores clínicos que possivelmente levam ao surgimento de sinais e sintomas relacionados ao acometimento da mucosa por essa patologia. MÉTODOS: inicialmente foi aplicado um questionário, com questões abertas e fechadas, sobre dados clínicos epidemiológicos. Logo, ocorreu o diagnóstico micológico com semeadura em meio Chrom Agar Candida, identificação micromorfológica e bioquímica. Métodos específicos para detecção de fatores de virulência, proteinase e fosfolipase foram empregados. A análise estatística das variáveis foi estabelecida utilizando os testes χ2 e χ2 de Pearson. RESULTADOS: Candida albicans foi a espécie mais prevalente (87%, S e 67%, A, seguida de Candida glabrata (4%, S e 17%, A. O número de mulheres que referiram adoção de anticoncepcionais foi mais alto entre as sintomáticas, 77%. Nos dois grupos estudados, em torno de 87% apresentaram ciclos menstruais regulares, 57% das mulheres eram casadas com idade entre 30 a 40 anos. Em relação a práticas sexuais, houve para parte das pacientes, concomitância entre os hábitos, anal, oral e vaginal. Em relação à fosfolipase, apenas Candida albicans produziu este fator de virulência em 37,5%. A proteinase foi detectada em Candida albicans, Candida glabrata e Candida parapsilosis. Esse último fator de virulência esteve associado, principalmente, a isolados de pacientes sintomáticas. CONCLUSÕES: a colonização e infecção da mucosa vaginal por levedura é real com diversas espécies de Candida presentes. No entanto, Candida albicans se destaca como espécie prevalente em mucosa vaginal de mulheres adultas. Fica evidente a emergência de espécies de Candida não albicans, algumas com resistência intrínseca aos azólicos, tais como Candida glabrata, Candida parapsilosis

  11. A influência do método pilates na musculatura do assoalho pélvico em mulheres no climatério: estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Teresinha Bertoldi

    2015-10-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a influência dos exercícios do método Pilates na força de contração da musculatura do assoalho pélvico (MAP e na qualidade de vida (QV de mulheres no climatério. Método: amostra composta por duas mulheres (1 e (2, com 50 e 48 anos respectivamente, sem disfunção da MAP. A pré e pós-avaliação foi composta pelos protocolos: avaliação visual funcional (AFA, teste dos cones vaginais (TCV, teste de força com perineômetro modelo perina, quark® para fibras rápidas (TPFR e para fibras lentas (TPFL, e avaliação da QV com o Women´s Health Questionnaire (WHQ. O tratamento consistiu em 10 sessões de 50 minutos, 03 vezes por semana, compostas por exercícios selecionados do método Pilates. Resultados: AFA e TCV o grau de força foi máximo no pré e pós-teste, entretanto notou-se melhora da contração isolada da MAP; no TPFR houve incremento de força de 45,83% (1 e 362,50% (2, no TPFL o ganho foi de 82,43% (1 e 209,38% (2; no WHQ houve variação positiva nas dimensões: sintomas somáticos, vasomotores, menstruais, atratividade e depressão. Considerações finais: o método Pilates promove aumento da força de contração da MAP, com discreta influência na autopercepção da QV de mulheres no período do climatério, sem patologias associadas.

  12. A Gênese da Culpa: uma mulher em análise manifesta sentimentos a partir do trauma de uma cena em sua infância

    OpenAIRE

    Maria Aparecida da Silveira Brígido; Faculdades EST, São Leopoldo, RS

    2014-01-01

    A análise de uma mulher, que buscou atendimento por não conseguir mais suportar seu sofrimento, trouxe a tona uma recordação de sua infância. A partir de uma situação referida foram sendo enlaçados e significados os fatos atuais de sua vida, que eram os geradores de dores psicológicas intensas. A partir de uma cena vivida na infância e que a marcou de forma intensa a vida da mulher, é possível pensar o tema da c...

  13. Vivenciando o racismo e a violência: um estudo sobre as vulnerabilidades da mulher negra e a busca de prevenção do HIV/aids em comunidades remanescentes de Quilombos, em Alagoas Living racism and violence: a study on the vulnerabilities of black women and the attempt to prevent HIV/AIDS in a Quilombo community in Alagoas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Luís de Souza Riscado

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as formas de violência racial e de gênero e o comportamento das mulheres quilombolas diante das DST/aids em Comunidades Remanescentes de Quilombos em Alagoas. MÉTODOS: Abordagem qualitativa, a partir de 10 grupos focais, constituídos de 12 a 18 mulheres, com idade variável entre 16 a 55 anos, em que foram abordadas as temáticas gênero, racismo, violência doméstica, exame ginecológico preventivo, uso das Unidades Básicas de Saúde (USB e do Programa Saúde da Família (PSF, doenças sexuais transmissíveis, parcerias sexuais, uso de camisinha, uso de drogas. O aporte teórico foi da fenomenologia de base existencialista proposta por Merleau-Ponty e o referencial foucaultiano. RESULTADOS: A análise dos depoimentos apontou que um acentuado contingente de mulheres padece de violência doméstica em níveis físico, sexual, psicológico, patrimonial e moral. Quanto ao racismo, as mulheres quilombolas disseram ser vítimas de preconceito racial, com expressões de subestimação, humilhação na rua, na escola, em festas, em atendimento em postos de saúde. Evidenciou-se um grau alto de vulnerabilidade à infecção por DST/aids e outros agravos, pela ausência de uma política de saúde mais efetiva e de um trabalho educativo nessas comunidades. CONCLUSÕES: Os dados obtidos revelaram as precárias condições de vida, as dificuldades de acesso aos serviços de saúde, a falta de prática preventiva para as doenças sexualmente transmissíveis. Faz-se necessária uma intervenção efetiva e perene dos organismos do Estado na área da educação, da saúde, visando à promoção da equidade, racial e de gênero e à saúde das mulheres quilombolas.OBJECTIVE: To analyze the forms of racial and gender violence, quilombola women's behavior regarding STD/AIDS, in Quilombos Remaining Communities in Alagoas. METHODS: Qualitative approach from 10 focus groups, comprising 12 to 18 women, with age ranging from 16 to 55, which

  14. As novas tecnologias da informação e o consumismo em saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Roberto Vasconcellos-Silva

    2010-08-01

    Full Text Available Uma ampliação dos conceitos de consumo tem se deslocado na direção de processos sociais até agora não contemplados por categorias tradicionais. A presente revisão analisa a aplicação dos conceitos clássicos sobre consumismo às práticas recentemente identificadas no campo da saúde, como o fenômeno da cibercondria. O desafio teórico se refere à dificuldade de extrapolação das perspectivas econômicas do consumismo às questões do auto-cuidado no contexto das tecnologias de informação e comunicação (TICs. Procura-se compreender o fenômeno da mercadorização do cuidar-de-si sob o imperativo da auto-responsabilização em saúde. São identificadas e descritas as novas identidades consumidoras em vista das inauditas questões acerca dos aprimoramentos técnicos a modificar a natureza do auto-cuidado. Conclui-se que a saúde é consumida como vitalidade decomposta em artefatos de comercializar no contexto de uma nova bioeconomia - não mais ligada à idéia de emulação e posse, e sim a novas formas de perceber-se e cuidar-se perante múltiplos riscos e novas definições do que é ser humano.

  15. A Política de Quotas em Portugal: O papel dos partidos políticos e do feminismo de Estado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Monteiro

    2012-11-01

    Full Text Available A designada Lei da Paridade representa um marco importantíssimo na promoção da igualdade de mulheres e homens em Portugal. A sua relevância advém de vários factores, dentre os quais se destaca o seu impacto num sistema eleitoral que a inércia do sistema político-partidário tem sido incapaz de alterar. Na análise do surgimento das políticas de quotas em Portugal, o papel do principal mecanismo oficial para a igualdade, ou seja, da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, e das suas redes não tem sido estudado. Ora, como refere Mona Lena Krook, esforços para aumentar o número de mulheres em cargos políticos raramente acontecem na ausência de mobilização de mulheres. Adoptando a abordagem do feminismo de Estado, exploro aqui o papel da Comissão como uma entidade decisiva na apresentação das reivindicações feministas perante o Estado, um papel que tem sido sistematicamente ignorado, e explicito a forma como este mecanismo e as associações de mulheres em seu torno contribuíram para a promoção da agenda da participação das mulheres na política em Portugal.

  16. Desigualdades na saúde reprodutiva das mulheres no Paraná Inequalities in the reproductive health of women in the State of Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Muniz Néquer Soares

    2007-09-01

    Full Text Available As desigualdades sociais afetam especialmente as mulheres no mundo em desenvolvimento, com reflexos sobre a saúde das mulheres e sobre os indicadores de saúde reprodutiva. Este estudo objetiva identificar as desigualdades sociais e em saúde reprodutiva das mulheres no Estado do Paraná. Desenvolveu-se estudo ecológico cujas unidades de análise foram os municípios paranaenses agregados em áreas homogêneas segundo indicadores socioeconômicos gerais e da inserção social feminina com base nas técnicas de análise multivariada. Foram calculados os indicadores sociais de gênero a partir do banco de dados do Censo/IBGE 2000 e de saúde reprodutiva (qüinqüênio 1998-2002 construídos a partir dos dados dos sistemas de informação do SUS, para estes agrupamentos. Calculou-se a Razão entre Taxas para medir as desigualdades sociais de gênero e a Variância das Médias Brutas para medir as desigualdades em saúde reprodutiva das mulheres entre os grupos de municípios. Verificou-se dentre os resultados que existem profundas diferenças nos indicadores de saúde reprodutiva das mulheres entre os municípios, tanto na tipologia socioeconômica como na inserção social das mulheres. Os agrupamentos socioeconômicos 4 e 5 apresentaram em geral indicadores de saúde reprodutiva feminino mais desfavoráveis. Estes dois grupos envolvem 160 municípios (40% do total do Estado e uma população de 1,4 milhões de pessoas. Estes municípios estão concentrados em 9 das 22 regionais de saúde do Estado. Foram identificadas diferenças sociais de gênero com desvantagens para as mulheres. O permanente dimensionamento das desigualdades em saúde reprodutiva no Paraná poderá auxiliar na tomada de decisões no sentido de revertê-las.Social inequalities affect specially women in the developing world, with effects on reproductive and sexual health indicators. This study aims to identify both social and women's reproductive health inequalities in the

  17. Entrevista motivacional no suporte social de cuidadores de pacientes com câncer de mama em quimioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Monique Lopes Mourão

    2017-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Avaliar os efeitos da entrevista motivacional para mudança de comportamento de suporte social junto a cuidadores de pacientes com câncer de mama em quimioterapia. Método: Estudo quase experimental, realizado com mulheres em quimioterapia para câncer de mama e com os cuidadores das respectivas mulheres entrevistadas. A intervenção foi a Entrevista Motivacional Breve, aplicada aos cuidadores indicados pelas pacientes em quatro sessões individuais, com intervalos semanais e duração de 30 minutos cada. O comportamento de suporte social foi avaliado pelas mulheres antes e depois da intervenção pela Escala de Suporte Social. Resultados: Participaram do estudo 18 mulheres e 18 cuidadores. O suporte social das mulheres se mostrou elevado tanto para a dimensão emocional quanto para a instrumental da Escala de Suporte Social, após intervenção utilizada com os cuidadores pela Entrevista Motivacional Breve. Os achados contribuem para a prática clínica de diversas categorias profissionais, na utilização de estratégias de intervenção de baixo custo para melhoria da qualidade de vida durante e após o tratamento de mulheres com câncer de mama. Conclusão: A intervenção utilizada promoveu de forma positiva a mudança comportamental, melhorando o suporte social prestado pelos cuidadores às pacientes com câncer de mama e em realização de quimioterapia.

  18. Motivos de rejeição aos métodos contraceptivos reversíveis em mulheres esterilizadas Reasons why sterilized women refused reversive contraceptive methods

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Lucia de Oliveira Carvalho

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as representações sobre os métodos contraceptivos que poderiam ser alternativas à esterilização, para um grupo de mulheres esterilizadas, visando a entender os motivos de rejeição a esses métodos. MÉTODOS: Trata-se de trabalho descritivo, qualitativo, cuja população estudada foi constituída por 31 mulheres esterilizadas, aleatoriamente selecionadas da listagem de pacientes atendidas pelo Programa de Planejamento Familiar de um ambulatório de um hospital universitário. As informações foram obtidas das mulheres estudadas por meio de entrevistas semi-estruturadas. As transcrições foram analisadas segundo o método de Análise de Conteúdo. RESULTADOS: A rejeição aos métodos contraceptivos esteve baseada em representações resultantes de informações técnicas recebidas em serviços de saúde, de vivências anteriores com esses métodos ou de informações recebidas do meio social. A rejeição aos métodos hormonais e DIU baseou-se principalmente em representações de baixa inocuidade; os métodos comportamentais (Tabela, Billings foram rejeitados por representações de baixa eficácia; os métodos de barreira (diafragma e camisinha, por dificuldades no uso desses métodos relacionados a padrões culturais de exercício da sexualidade e representações de baixa eficácia. CONCLUSÕES: A opção pela esterilização feminina pode ser indicativa de rejeição às alternativas contraceptivas oferecidas pelos serviços de saúde. Os profissionais da área de saúde reprodutiva devem aprofundar seu conhecimento sobre os fatores pessoais, socioeconômicos e culturais que podem influenciar as mulheres na procura por um método contraceptivo que assegure maior controle de sua própria fecundidade.OBJECTIVE: To identify the representations of contraceptive methods within a group of sterilized women, aiming at understanding the reasons why they refused those methods. METHODS: A descriptive qualitative study

  19. Fatores associados à violência contra mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Sueli da Silva Lima

    Full Text Available Resumo: No Brasil, há um limitado número de estudos sobre violência contra mulheres profissionais do sexo, tema que vem instigando pesquisadores em todo o mundo, estimulados principalmente por possíveis associações desta com o HIV. Este trabalho objetiva estimar a prevalência de violência contra mulheres profissionais do sexo, segundo natureza e perpetrador, e identificar os fatores associados. Foi realizado um estudo transversal com dados de 2.523 mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras, recrutadas pelo método respondent-driven sampling (RDS. Os resultados mostraram que a prevalência de violência verbal foi de 59,5%; violência física 38,1%; sexual 37,8%. Violência física por parceiro íntimo, 25,2%; por clientes, 11,7%. Dentre os fatores associados à violência física estão: idade < 30 anos (ORa = 2,27; IC95%: 1,56-3,29; uso de drogas (ORa = 2,02; IC95%: 1,54-2,65; valor do programa até R$ 29,00 (ORa = 1,51; IC95%: 1,07-2,13. Conclui-se que as mulheres profissionais do sexo brasileiras vivenciam uma carga desproporcional de violência. Identificar fatores de vulnerabilidade é fundamental para as intervenções que garantam direitos humanos e controle do HIV.

  20. Mulheres budistas como líderes e professoras Buddhist women as leaders and teachers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita M. Gross

    2005-08-01

    Full Text Available No budismo, o papel do professor de dharma (religioso é a função mais prestigiosa, e o professor de dharma tem mais autoridade do que qualquer outro líder. Apesar de os ensinamentos budistas não conterem nenhuma doutrina que limite essa função ao homem, na prática, em toda a história budista, foram pouquíssimas as mulheres que se tornaram conhecidas como professoras de dharma. Algumas pessoas acham que essas práticas não prejudicam as mulheres, porque estas podem, ainda assim, receber os ensinamentos, fazer as práticas mais avançadas e obter altos níveis de esclarecimento espiritual. Contudo, eu afirmo que o fato de não haver professoras de dharma reconhecidas foi nocivo seja para as mulheres budistas, seja para o próprio budismo. Isso tem a ver com o legado das comunidades de monjas em muitas partes do mundo budista, com os baixos padrões de educação para as mulheres, com o fraco prestígio de que gozam as praticantes mulheres, com a falta de modelos para as mulheres e com a perda da sabedoria feminina na herança do pensamento budista. Até que as professoras de dharma não forem amplamente reconhecidas e honradas, o budismo continuará sendo perseguido por seu passado patriarcal, com o prejuízo de todos.In Buddhism, the role of the dharma (religious teacher is the most prestigious role, and dharma teachers have more authority that any other leaders. Though the Buddhist teachings contain no doctrines that limit this role to men, in practice throughout Buddhist history, very few women have been publicly acknowledged as dharma teachers. Some people claim that this practice does not harm women because women can, nevertheless, receive teachings, do advanced practices, and attain high states of spiritual realization. However, I claim that the practice of not recognizing women as dharma teachers has been very harmful both to Buddhist women and to Buddhism itself. It has lead to the demise of the nuns' community in many parts of

  1. AS MULHERES E AS NAÇÕES UNIDAS: AS LINHAGENS DO PLANO MUNDIAL DE POPULAÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Barroso

    1989-06-01

    Full Text Available Nos anos 70 a ONU passou a dar uma definição mais ampla aos direitos da mulher e a adotar uma política de “integração da mulher ao desenvolvimento”. Um marco divisório da emergência desta questão nos fóruns intergovernamentais foi a Conferência Mundial de População promovida pela ONU em 1974 quando, no bojo de uma redefinição dos problemas demográficos no contexto econômico e cultural e de uma reafirmação do caráter político da questão populacional, passa-se a enfatizar a necessidade de promover a participação da mulher na vida social, econômica, cultural e política. O artigo analisa as duas linhagens de pensamento - a do controle da natalidade e a desenvolvimentista - que estão na raiz da preocupação com a questão da mulher que, de fato, vinha crescendo no âmbito da ONU desde o final dos anos 60.

  2. Violência contra mulheres rurais, agendas públicas municipais e práticas profissionais de saúde : o visível e o invisível na inconsciência do óbvio

    OpenAIRE

    Marta Cocco da Costa

    2012-01-01

    Neste estudo aborda-se a violência contra as mulheres e a saúde em áreas rurais da Metade Sul do Rio Grande do Sul. Os objetivos gerais incluíram: conhecer e analisar, em cenários rurais as representações sociais da violência contra as mulheres na perspectiva de gestores municipais, profissionais e trabalhadores da saúde e as influências dessas representações na implementação de decisões políticas e técnicas em ações de saúde; analisar as agendas públicas locais de saúde direcionadas ao enfre...

  3. Mulheres com deficiência e sua dupla vulnerabilidade: contribuições para a construção da integralidade em saúde Women with disabilities and their double vulnerability: contributions for setting up comprehensive health care practices

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres

    2013-03-01

    Full Text Available Mulheres com deficiência contam com ações inexpressivas nos serviços de atenção básica em saúde, que embora historicamente privilegiem a clientela feminina, pouco reconhecem os aspectos relativos aos direitos sexuais e reprodutivos e à dupla vulnerabilidade que as acometem por serem mulheres e portarem deficiências. Este estudo é parte de uma pesquisa qualitativa que objetiva identificar dimensões individuais, sociais e programáticas da dupla vulnerabilidade de quinze mulheres com diferentes tipos e graus de deficiência, usuárias de três serviços de atenção básica em saúde na cidade de São Paulo. Destacam-se em suas narrativas vivências de rejeição ou superproteção familiar, dificuldades em adquirir equipamentos para sua autonomia, pouco investimento no estudo e na qualificação profissional, menor participação social, obstáculos à vivencia da sexualidade e da maternidade, falta de acessibilidade física, comunicacional e atitudes pouco receptivas nos serviços de saúde, caracterizando total vulnerabilidade. Problematizá-la possibilita a construção de práticas integrais de saúde que incorporem a dimensão dos direitos humanos de grupos que historicamente experimentam a violação dos mesmos: mulheres e pessoas com deficiência.Women with disabilities have few measures geared to their needs in the primary health care services. Despite the attention given to the female population in these facilities, they still fail to address specificities of women with disabilities, such as issues related to their sexual and reproductive rights and their double vulnerability, both as women and as disabled individuals. This research is part of a qualitative study to identify the individual, social and programmed double vulnerability of fifteen women with different types and degrees of disabilities, who are frequenters of three primary health care facilities in São Paulo city. The women's narratives highlighted experiences of

  4. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres Self-assessment of STD/AIDS vulnerability among women, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela F Silveira

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.OBJECTIVE: To investigate risk behaviors and self-assessment of the vulnerability to sexually transmitted diseases (STD and acquired immunodeficiency syndrome (AIDS among women. METHODS: A systematic sample including 48 of 281 census tracts in the urban area of Pelotas, Brazil, was selected. There were interviewed 1,543 women, aged between 15 and 49 years, who had ever been sexually active. Risk behaviors were assessed using a confidential

  5. O cinema como pedagogia cultural: significações por mulheres idosas Cinema as cultural pedagogy: meanings by elderly women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wânia Ribeiro Fernandes

    2010-04-01

    Full Text Available Este artigo, fundamentado no campo dos estudos culturais - sobretudo em noções foucaultianas - e dos estudos feministas, analisa a contribuição do cinema na formação das identidades de gênero de mulheres idosas. Após breve discussão de aspectos relacionados à cultura, ao poder e à conformação das identidades de gênero, buscamos identificar, através das produções discursivas, significados construídos por um grupo de mulheres idosas sobre filmes a que assistiram em sua juventude, evidenciando os efeitos que os discursos dessa mídia exerceram na construção e na produção identitária dessas mulheres.Using the theoretical reference of the cultural studies- mainly some foucauldian and feminist studies notions- this paper focuses upon the influence of films on the construction of gender identities. After a brief discussion on aspects of culture, power and identities formation, the meanings established by a group of elderly women on films they have attended during their youth are analyzed. We bring into evidence the effects that thediscourses present in that media had upon those women's identitary construction and production.

  6. HISTÓRIA, MULHERES E EXISTENCIALISMO: NARRATIVAS FEMINISTAS NA IMPRENSA BRASILEIRA NO SÉCULO XX.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Silva Moreira Santos

    2018-02-01

    Full Text Available Considerando que a narrativa, seja ela histórica ou ficcional, desempenha importante papel na organização e constituição de sentido para a vida humana, o presente artigo, propõe-se a refletir brevemente, a partir da perspectiva existencialista, como mulheres escritoras que se reuniram para produzir periódicos direcionados ao público feminino brasileiro no século XX, especialmente em Goiás, elaboraram um sentido para a existência feminina, através da criação de identidade(s feminina(s, representadas em suas produções textuais.

  7. Sono, qualidade de vida e depressão em mulheres no pós-tratamento de câncer de mama

    OpenAIRE

    Rafihi-Ferreira,Renatha El; Pires,Maria Laura Nogueira; Soares,Maria Rita Zoéga

    2012-01-01

    Este trabalho investigou a qualidade de sono de mulheres com câncer de mama e suas relações com qualidade de vida e depressão. Cinqüenta mulheres com câncer de mama (grupo clínico) e cinqüenta controles responderam um questionário médico-demográfico e ao instrumento Pittsburgh Sleep Quality Index. O grupo clínico também respondeu aos instrumentos Quality of Life Cancer-Survivor e Brief Zung Self-Rating Depression Scale. Verificou-se que mulheres com câncer tinham significativamente mais queix...

  8. Efecto de un plan educativo en la capacidad de agencia de autocuidado del paciente con hipertensión arterial en una institución de segundo nivel

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana Marcela Achury-Saldaña

    2013-01-01

    Full Text Available El propósito de este estudio fue determinar el efecto de un plan educativo en la capacidad de agencia de autocuidado del pa- ciente hipertenso en una institución de segundo nivel. Materiales y métodos: se realizó un estudio de intervención pre y postest, con la participación de 83 pacientes con diagnóstico de hipertensión arterial, a quienes se les aplicó el instrumento “ Evaluación de la capacidad de agencia de autocuidado en el paciente hipertenso ” al inicio del estudio y tres meses posteriores a la implementación del plan educativo. Resultados: el plan educativo mejoró tanto la capacidad de agencia de autocuidado global como sus rangos, encontrando significancia estadística con un valor de probabilidad menor de 0,002 y de 0,0001 respectivamente. Conclusiones: las intervenciones educativas estructuradas a partir de la identificación de las necesidades individuales de información, en conjunto con el empoderamiento del individuo y el seguimiento por parte del profesional de enfermería, permiten alcanzar conductas permanentes de autocuidado que facilitan el autoconocimiento, la modificación del comportamiento así como la adquisición de conocimientos y habilidades.

  9. Mulheres nos especiais Bah!: identidade gaúcha e representação feminina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Nogueira Henriques

    2017-05-01

    Full Text Available O trabalho busca analisar de que forma a identidade feminina é representada na RBS TV, com base no discurso enunciado pelos programas televisivos Bah! Um programa muito gaúcho e Bah! Eu sou do Sul. A partir de uma análise cultural, tendo como operador analítico o circuito da cultura de Johnson, busca-se relacionar como se dá a presença e a representação das mulheres em um contexto tradicionalista. Observa-se que o programa, ao mesmo tempo em que rompe com a premissa da subordinação feminina, evidencia o estereótipo mais difundido do gaúcho.

  10. Violência contra a mulher e políticas públicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Blay Eva Alterman

    2003-01-01

    Full Text Available DIFERENTEMENTE dos inúmeros estudos existentes, de excelente qualidade, esta pesquisa busca investigar não apenas a chamada violência doméstica mas os vários tipos de homicídio - tentativa ou consumação - de mulheres, de todas as faixas etárias. Ela investigou e procurou comparar como este crime era tratado: 1. pela mídia (especialmente jornais de 1991 e de 2000; pelo rádio e televisão; 2. nos Boletins de Ocorrência das Delegacias de Policia da capital de São Paulo (do ano de 1998; 3. nos Processos Judiciais, através de uma amostra representativa dos cinco Tribunais do Júri da Capital de São Paulo (de 1997. Desejava saber como a mídia tão resistente a principio se comportava na passagem do século XXI face à violência contra a mulher, o que os BOs registravam e como eram julgados os assassinos/as de mulheres. Os complexos resultados obtidos revelaram mudanças em alguns segmentos e um concomitante mecanismo que retroalimenta a antiga violência nas relações sociais de gênero. Concluindo propõe-se a implantação de uma política transversal de gênero para enfrentar a violência.

  11. MOVIMENTOS DE MULHERES TRABALHADORAS NO ESTADO DA PARAÍBA: gênero e autonomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emmy Lyra Duarte

    2016-03-01

    Full Text Available Compreendemos que as relações de gênero são produtos e processos sociais construídos pela naturalização de ideias, valores e papéis sociais desiguais para homens e para mulheres. Essa desigualdade, quase que universal, se sustenta na hierarquia social masculina. Surgem, da falta de equidade, concepções ou convenções sociais pré-definidas para as mulheres ahistóricas, como as tarefas delimitadas ao espaço privado. Levando em consideração essa inverdade histórica buscamos refletir as condições ob