WorldWideScience

Sample records for aleitamento materno em

  1. Fatores associados ao aleitamento materno exclusivo em Juiz de Fora, MG

    OpenAIRE

    Vivianne Weil Afonso

    2007-01-01

    Este trabalho teve como objetivos identificar e analisar fatores associados ao aleitamento materno exclusivo, com significância estatística, em crianças menores de quatro meses residentes em Juiz de Fora, Minas Gerais. Fornece informações básicas para planejamento de política de amamentação neste município, estudando fatores influentes no desmame e criando Banco de Dados em Aleitamento Materno no Centro de Computação do Núcleo de Assessoria Técnica aos Estudos em Saúde da Universidade F...

  2. Iniciativa Hospital Amigo da Criança e aleitamento materno em unidade de neonatologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vannuchi Marli T Oliveira

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o impacto da iniciativa Hospital Amigo da Criança sobre a prática do aleitamento materno durante a internação de recém-nascidos em unidade de neonatologia e durante os primeiros seis meses de vida. MÉTODOS: Foram consultados todos os prontuários de recém-nascidos internados em unidade de neonatologia de um hospital de ensino durante os anos de 1994 (N=285 e 1998 (N=368. Foram analisadas informações sobre o regime alimentar durante a internação e após a alta hospitalar, até os primeiros seis meses de vida. Para estimar a duração do aleitamento materno e do aleitamento materno exclusivo e as diferenças entre os dois anos, foram utilizados a técnica de Kaplan-Meier e o teste de Log-Rank. Análises de regressão logística e de Cox foram aplicadas para controlar variáveis de confusão. RESULTADOS: Durante o período de internação, houve aumento expressivo do percentual de crianças em aleitamento materno exclusivo (de 1,9%, em 1994, para 41,7%, em 1998 e alimentação exclusiva por fórmula, que era de 17,9%, em 1994, e deixou de existir em 1998. Quanto à amamentação nos primeiros seis meses de vida, o tempo mediano do aleitamento materno exclusivo aumentou de 12 para 45 dias. Para o aleitamento materno, que inclui a ingestão de outros alimentos, não houve diferença significativa. CONCLUSÕES: A implantação da iniciativa do hospital estudado contribuiu para aumentar o índice de aleitamento materno exclusivo durante a internação de recém-nascidos em uma unidade de neonatologia e nos primeiros seis meses de vida.

  3. Aleitamento materno e excesso de peso em crianças na idade escolar = Breastfeeding and overweight in school-aged children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ferraria, Nélia

    2013-01-01

    Conclusões: Neste estudo, maior duração do aleitamento materno associou-se à diminuição do risco de sobrepeso e obesidade em idade escolar. Estes resultados realçam a importância do aleitamento materno no risco de obesidade infantil

  4. Consultoria em aleitamento materno no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Sueli Claudino Bica

    2007-10-01

    Full Text Available Apesar de todos os benefícios amplamente reconhecidos, o aleitamento materno deixou de ser uma prática universal. Podemos observar as conseqüências dessa mudança de comportamento ao longo do tempo, como o aumento da morbimortalidade infantil. Diariamente, no contato com as mães, percebemos o quanto a amamentação em determinadas condições pode parecer compli-cada, mesmo que a mulher esteja decidida a amamentar. No Hospital de Clínicas de Porto Alegre, desde 1996, contamos com um grupo de consultoras em lactação, formado por duas enfermeiras e uma nutricionista. Neste trabalho, desejamos compartilhar a experiência adquirida em 7 anos de trabalho junto a mães e bebês, atuando como faci-litadoras do processo de amamentação.

  5. Consumo alimentar de lactentes com fenilcetonúria em uso de aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacqueline Siqueira Santos

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar a ingestão de calorias, fenilalanina, tirosina e proteína de lactentes com fenilcetonúria em uso de aleitamento materno. MÉTODOS: Um grupo de 39 crianças, com até 6 meses de idade, que fazia uso de aleitamento materno (grupo amamentado foi comparado a um grupo-controle que fazia uso de fórmula especial com baixo teor de fenilanina, por meio de um estudo de coorte histórico concorrente. Os grupos foram pareados por sexo e duração da amamentação. Foram revistos 719 recordatórios alimentares de pacientes do grupo amamentado e 628 do grupo-controle. Foi realizada avaliação antropométrica no início e no final do estudo. A análise da ingestão de nutrientes foi feita com a utilização dos programas Minitab e LogXact 4.0, e a avaliação antropométrica foi feita com a utilização do programa Epi Info 6.0. RESULTADOS: O grupo amamentado apresentou ingestão adequada de fenilalanina e tirosina e maior adequação de ingestão proteica e energética. A maioria das crianças dos dois grupos apresentou escore-Z dentro dos limites normais (Z ³-2, com evolução favorável dos indicadores estudados (peso/idade, estatura/idade, peso/estatura e perímetro cefálico. CONCLUSÃO: O aleitamento materno na fenilcetonúria proporcionou ingestão adequada de calorias, fenilalanina, tirosina e proteína. A chance de uma criança do grupo amamentado possuir recordatórios de 24h adequados de ingestão energética foi 10,64 vezes maior que a chance de uma criança do grupo-controle. Em relação à ingestão proteica a chance foi 5,34 vezes maior. O crescimento foi similar nos dois grupos.

  6. Desenvolvimento da linguagem em crianças que permanecem no aleitamento materno

    OpenAIRE

    Dias, Natália da Costa

    2014-01-01

    O Desenvolvimento da Linguagem ocorre intensamente nos dois primeiros anos de vida e vários fatores genéticos e ambientais podem influenciar diretamente no processo de aprendizagem da linguagem de maneira sadia. Pouco se sabe sobe a influência do aleitamento materno por mais de dois anos, recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), no desenvolvimento infantil. Alguns estudos apontam que a amamentação exclusiva (AM) por no mínimo seis meses influencia beneficamente no desenvolvimento i...

  7. Efeito do aleitamento materno sobre a obesidade em escolares: influência da escolaridade da mãe

    OpenAIRE

    Pudla,Katia Jakovljevic; Gonzaléz-Chica,David Alejandro; Vasconcelos,Francisco de Assis Guedes de

    2015-01-01

    ResumoObjetivo:Avaliar a associação entre a duração do aleitamento materno (AM) e a obesidade em escolares de Florianópolis (SC), assim como o papel de possíveis modificadores de efeito.Métodos:Estudo transversal com amostra probabilística de 2.826 escolares de 7-14 anos. Foram aferidos o peso e a altura dos escolares, de acordo com procedimentos padronizados. Dados referentes ao AM e variáveis sociodemográficas foram obtidos por questionário enviado aos pais/responsáveis. O estado nutriciona...

  8. Aleitamento e parasitismo intestinal materno-infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Costa-Macedo Lêda Maria

    2000-01-01

    Full Text Available Entre março e maio de 1991, a prevalência das enteroparasitoses e o aleitamento materno foram determinados simultaneamente em 208 crianças menores de dois anos de idade e suas mães, atendidas em Instituição Pública de Saúde no Rio de Janeiro. Através da técnica de sedimentação, detectou-se positividade geral de 12,7% para as crianças, e 37,3% para as mães. Ascaris lumbricoides foi o parasito mais prevalente nas mulheres (12,7% e nos lactentes (4,3%. A distribuição dos parasitos entre os grupos de aleitamento não variou para as mulheres, mas foi estatisticamente significativa em relação às crianças (p < 0,05. Nenhuma criança em aleitamento exclusivo apresentou parasitose. Verificou-se correlação positiva entre parasitismo e desmame. Cerca de 60% das crianças parasitadas eram filhas de mães também parasitadas, sendo detectado um risco 1,7 vezes maior destas crianças virem a apresentar algum parasito intestinal. Acreditamos que a mãe parasitada possa influenciar na freqüência do parasitismo infantil.

  9. Prevalência de práticas educativas acerca do aleitamento materno exclusivo (AME em Cuiabá - MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luma Natalia Barbosa

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Descrever a prevalência das práticas educativas em saúde sobre o aleitamento materno exclusivo (AME no Município de Cuiabá - MT nos meses de julho a dezembro de 2012. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo transversal, realizado junto a mulheres internadas em um hospital. A amostra foi composta por 306 mulheres no período pós-parto imediato. Os dados foram coletados por meio de um questionário semiestruturado. Resultados: Ter oito anos ou mais de estudo (RP = 1,77; ter renda até dois salários mínimos (RP = 1,22; ter planejado a gravidez (RP = 1,31; ter iniciado o atendimento no serviço de pré-natal no primeiro trimestre (RP = 1,65 e serem primíparas (RP = 1,21 são características que aparecem associadas com uma maior chance de receber orientações sobre aleitamento materno do que as demais mulheres. Conclusão: Faz-se necessário repensar mudanças dessas práticas, a fim de se realizar ações educativas que busquem efetivar transformações na relação profissional/usuário, visando o acolhimento das gestantes.

  10. Anemia em lactentes de baixa renda em aleitamento materno exclusivo Anemia in low-income exclusively breastfed infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antonio A. Torres

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVO:Verificar o comportamento dos valores da hemoglobina e a prevalência de anemia entre lactentes de termo de 3 a 6 meses de idade em aleitamento materno exclusivo. MÉTODOS: Estudo transversal em 242 lactentes de 3 a 6 meses de idade com peso de nascimento superior a 2.500 g, em aleitamento materno exclusivo e em acompanhamento no Programa de Promoção do Crescimento e Desenvolvimento do Lactente do Programa Einstein na Comunidade de Paraisópolis. A dosagem de hemoglobina foi realizada por meio de punção digital entre o terceiro e o sexto meses de vida. Adotaram-se os valores de Hb OBJECTIVE: To verify the behavior of hemoglobin levels and anemia prevalence in full term infants, aged 3 to 6 months and on exclusive breastfeeding. METHODS: A cross-sectional study of 242 infants aged 3 to 6 months with birth weights of more than 2,500 g, on exclusive breastfeeding and monitored by the Program for the Promotion of Infant Growth and Development, part of the Paraisópolis Einstein Community Program. Hemoglobin was assayed by finger prick between the third and sixth months of life. Anemia was defined as Hb < 10.3 g/dL (Saarinen or Hb < 10 g/dL (Brault-Dubuc for infants aged 3 to 5 months and as Hb < 11.0 g/dL (WHO for infants aged 6 months. RESULTS: Mean hemoglobin concentration was 11.3 and 11.4 g/dL at 3 and 4 months and 11.2 and 11.1 g/dL at 5 and 6 months, respectively. The percentage of anemic infants varied depending on age and the cutoff adopted, being 11.8, 10.2 and 8.3% at 3, 4 and 5 months, respectively, according to the Brault-Dubuc criteria, and 20.6, 14.8 and 10.4% by the Saarinen criteria. Anemia prevalence at 6 months was 37.5%. CONCLUSIONS: Anemia prevalence rates observed among infants aged between 3 and 6 months varied from 8.3 to 37.5%, justifying increased attention on the part of pediatricians to the hemoglobin levels of infants who are on exclusive breastfeeding, come from low-income families and present risk factors

  11. Tempo de aleitamento materno exclusivo em recém-nascidos prematuros e a termo Time of exclusive breastfeeding of preterm and term newborn babies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Waléria Ferreira da Silva

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar o tempo de aleitamento materno exclusivo de recém nascidos prematuros e observar se estes apresentam um índice de aleitamento materno exclusivo diferente do apresentado pelo município de Maceió, na I e II Pesquisa de Prevalência de Aleitamento Materno nas Capitais Brasileiras e no Distrito Federal. Além de comparar o tempo de aleitamento materno e aleitamento materno exclusivo de recém nascidos prematuros e a termo e verificar as causas do desmame precoce e suas consequências. MÉTODO: trata-se de uma investigação de campo, de caráter exploratório e longitudinal da prevalência do aleitamento materno exclusivo de recém nascidos prematuro e à termo. RESULTADOS: o percentual de aleitamento materno e de aleitamento materno exclusivo de prematuros aos 6 meses. Houve diferença significante para a variável peso ao nascimento. Dentre as causas do desmame precoce, os fatores educacionais seguidos dos fatores culturais apareceram em maior porcentagem. Como consequência do desmame precoce a prática de hábitos orais ocorreu em 98,1% das crianças. CONCLUSÃO: as crianças prematuras permaneceram mais tempo em aleitamento materno e em aleitamento materno exclusivo que as nascidas a termo. Os fatores educacionais e culturais foram as principais causas do desmame precoce e sua consequência foi o uso de chupeta e mamadeira.PURPOSE: to determine the benefits of exclusive breastfeeding. However, only a minority of women engage in breastfeeding practices. This research is aimed to establish the time of exclusive breastfeeding as for preterm babies and observe whether they have a different level of exclusive breastfeeding in relation to the level achieved by the city of Maceió at the I and II PPAM-CDF. Additionally, other goals are to compare the breastfeeding and exclusive breastfeeding types of preterm and term newborns and determine the causes of early weaning and its consequences. METHOD: this is a field investigation

  12. Tempo de aleitamento materno exclusivo em recém-nascidos prematuros e a termo Time of exclusive breastfeeding of preterm and term newborn babies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Waléria Ferreira da Silva

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar o tempo de aleitamento materno exclusivo de recém nascidos prematuros e observar se estes apresentam um índice de aleitamento materno exclusivo diferente do apresentado pelo município de Maceió, na I e II Pesquisa de Prevalência de Aleitamento Materno nas Capitais Brasileiras e no Distrito Federal. Além de comparar o tempo de aleitamento materno e aleitamento materno exclusivo de recém nascidos prematuros e a termo e verificar as causas do desmame precoce e suas consequências. MÉTODO: trata-se de uma investigação de campo, de caráter exploratório e longitudinal da prevalência do aleitamento materno exclusivo de recém nascidos prematuro e à termo. RESULTADOS: o percentual de aleitamento materno e de aleitamento materno exclusivo de prematuros aos 6 meses. Houve diferença significante para a variável peso ao nascimento. Dentre as causas do desmame precoce, os fatores educacionais seguidos dos fatores culturais apareceram em maior porcentagem. Como consequência do desmame precoce a prática de hábitos orais ocorreu em 98,1% das crianças. CONCLUSÃO: as crianças prematuras permaneceram mais tempo em aleitamento materno e em aleitamento materno exclusivo que as nascidas a termo. Os fatores educacionais e culturais foram as principais causas do desmame precoce e sua consequência foi o uso de chupeta e mamadeira.PURPOSE: to determine the benefits of exclusive breastfeeding. However, only a minority of women engage in breastfeeding practices. This research is aimed to establish the time of exclusive breastfeeding as for preterm babies and observe whether they have a different level of exclusive breastfeeding in relation to the level achieved by the city of Maceió at the I and II PPAM-CDF. Additionally, other goals are to compare the breastfeeding and exclusive breastfeeding types of preterm and term newborns and determine the causes of early weaning and its consequences. METHOD: this is a field investigation

  13. Efeito protetor do aleitamento materno contra a obesidade infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Balaban Geni

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apresentar uma revisão da literatura sobre a hipótese de que o aleitamento materno teria um efeito protetor contra a obesidade infantil, a plausibilidade biológica dessa hipótese e os mecanismos potencialmente envolvidos. FONTES DOS DADOS: Informações coletadas a partir de artigos publicados em revistas científicas indexadas, livros e teses de pós-graduação. A maioria dos artigos foi identificada a partir das bases de dados MEDLINE e Scielo, usando as palavras-chave "aleitamento materno", "sobrepeso", "obesidade", "crianças" e "adolescentes". O período pesquisado foi de 1980 a 2002. Outros artigos foram identificados a partir das referências bibliográficas citadas nos primeiros artigos. SÍNTESE DOS DADOS: A maioria dos estudos revisados relatou um efeito protetor do aleitamento materno contra a obesidade infantil; alguns estudos não encontraram associação entre aleitamento materno e obesidade; um estudo, com um pequeno tamanho amostral, relatou maior adiposidade entre as crianças que receberam aleitamento materno. Diferentes definições de exposição e desfecho dificultam a comparação entre os estudos. Imprinting metabólico foi sugerido como um mecanismo potencialmente envolvido para explicar a associação. Aspectos comportamentais também podem estar envolvidos. CONCLUSÃO: O aleitamento materno parece ter um efeito protetor contra a obesidade infantil, porém essa questão merece uma investigação mais aprofundada.

  14. Aleitamento materno e excesso de peso em crianças na idade escolar = Breastfeeding and overweight in school-aged children

    OpenAIRE

    Ferraria, Nélia; Rodrigues, Vera; Macedo, Laura

    2013-01-01

    Objetivos: Avaliar a associação entre a duração do aleitamento materno e o risco de sobrepeso e obesidade em crianças de idade escolar Métodos: Estudo transversal com 125 crianças entre 5 e 10 anos de idade, atendidas em um centro de saúde de Lisboa, Portugal. Foram aferidos altura e peso em consulta de rotina. As variáveis peso ao nascer, duração do aleitamento materno, estilo de vida da criança, hábitos tabágicos na gravidez, estado nutricional e escolaridade da mãe foram obtidas em ques...

  15. O uso de medicamentos em puérpuras interfere nas recomendações quanto ao aleitamento materno?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lamounier Joel A.

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo: estudar a freqüência do uso de medicamentos no pós-parto imediato e verificar possíveis interferências nas recomendações quanto à amamentação.Métodos: foi realizado um estudo transversal em quatro maternidades de Belo Horizonte, no período de julho de 1998 a julho de 1999, incluindo 2.173 parturientes. A amostra foi calculada com base em dados da Secretaria Municipal de Saúde sobre o número de partos ocorridos nessas instituições, no ano de 1995, ou seja, em torno de 5% do total em um ano. A distribuição da amostra foi aleatória, utilizando o calendário de semanas epidemiológicas. Através de entrevistas junto às mães, usando um questionário próprio, e da coleta de dados obtidos de prontuários médicos da mãe e do recém-nascido, foi avaliada a freqüência do uso de medicamentos no pós-parto imediato. Os medicamentos foram agrupados em categorias quanto à compatibilidade com amamentação, à incompatibilidade, ao uso criterioso em monitorar e observar o recém-nascido para possíveis efeitos indesejáveis.Resultados: de um total de 2.173 mulheres, em 2.090 (96,2% foram prescritos medicamentos no pós-parto imediato. Dos medicamentos utilizados, 2.054 (98,3% foram de drogas sem contra-indicação à amamentação natural; 338 (16,2% foram de drogas sem informações seguras, e 3 (0,14% de drogas contra-indicadas à amamentação. Conclusões: observou-se um amplo uso de medicamentos pelas mães nas maternidades de Belo Horizonte, no pós-parto imediato. A maioria das drogas é compatível com a amamentação, o que parece não influenciar negativamente a prática do aleitamento materno.

  16. Prevalência do aleitamento materno em recém-nascidos de baixo peso Prevalence of breast feeding of low birthweight infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César C. Xavier

    1991-10-01

    Full Text Available Estudou-se de forma longitudinal e prospectiva a duração do aleitamento materno no primeira ano de vida de 222 crianças nascidas com peso menor ou igual a 2.500 gramas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (Brasil, no período de outubro de 1985 a setembro de 1986. A incidência do aleitamento materno foi de 86,5%. A prevalência encontrada para as crianças que foram amamentadas foi de 62,5% aos 3 meses, 38,5% aos 6 meses, 28,7% aos 9 meses e 25,0% aos 12 meses de vida. A mediana da duração do aleitamento materno foi de 4 meses. O peso ao nascer mostrou associação positiva com a incidência e duração do aleitamento materno, O nível de escolaridade materno associou-se positivamente com sua duração. A idade materna, situação conjugal e o número de consultas pré-natais não apresentaram associação com o aleitamento materno. Estes dados mostram índices menores em relação aos de populações de países desenvolvidos, em especial os pré-termos finlandeses nascidos com peso menor do que 1.500 gramas. Programas de ações envolvendo a comunidade e/ou instituições devem resultar em melhoria de nossos índices, se bem implementados.The present situation regarding the breast feeding of children born with a weight of 2,500 grammes or less (LWB at the Hospital das Clínicas of the Medical School of the Universidade de S. Paulo in Ribeirão Preto (Brazil was studied. The study was descriptive and the data were obtained through a longitudinal follow-up carried over the period from October 1985 to September 1986 inclusive. Of the 222 children included in the study, 30 (13.5% infants were not breastfed. Thus the incidence of breast feeding among this population was of 86.5%. At 3 months 62.5% of these infants were still being breastfed. At 6 months this figure fell to 38.5% and only 25.0% were still being breast-fed at the end of 12 months. The average duration of breast feeding for the 192 children that

  17. Identificação das dúvidas e dificuldades de gestantes e puérperas em relação ao aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Thamires Rodriguez Castelli

    2014-08-01

    Full Text Available Objetivos identificar e descrever as dúvidas e dificuldades das gestantes e puérperas em relação à amamentação, além de compará-las nos períodos pré-natal e puerperal. Métodos caracteriza-se por um estudo transversal, descritivo e comparativo, composto por dois grupos: gestantes e puérperas. Houve a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisas / Santa Casa sob nº 23355. Para coleta elaborou-se questionário com perguntas sobre aleitamento materno. As variáveis foram analisadas por meio de associações entre as respostas dos grupos com a utilização dos testes Qui-Quadrado de Pearson, Exato de Fisher e T de Student. Resultados as puérperas apresentaram maior escore de conhecimento geral quando comparadas às gestantes (p = 0,001. Ao relacionar a idade com o conhecimento, quanto maior a idade da puérpera maior o percentual de conhecimento (r= 0, 283; p=0,011. Ao analisar as puérperas primíparas, observou-se que estas apresentavam mais queixas quando comparadas com as que já possuíam um ou mais filhos (p= 0,014. Conclusões gestantes, mulheres primíparas, adolescentes e jovens possuem mais dúvidas e dificuldades em relação ao aleitamento materno. A equipe assistencial deve estar preparada para que a gestante tenha o trato correto com suas mamas e conscientização sobre a amamentação natural, para assim chegar ao período puerperal mais segura e incentivada ao aleitamento exclusivo.

  18. Impacto da internação na prática do aleitamento materno em hospital pediátrico de Salvador, Bahia, Brasil

    OpenAIRE

    Souza, Edna Lúcia Santos de; Silva, Luciana Rodrigues; Sá, Ana Carolina Souza; Bastos, Clara Maia; Diniz, Andrea Borges; Mendes, Carlos Maurício Cardeal

    2008-01-01

    p.1062-1070 Trata-se de estudo do tipo corte transversal que objetivou determinar a prevalência de aleitamento materno em lactentes menores de quatro meses, internados por infecção respiratória em um hospital de ensino de Salvador, Bahia, Brasil e descrever a influência da internação na prática da amamentação. As mães foram entrevistadas e os dados sobre alimentação foram obtidos através de ficha padronizada nas quais são registradas informações sobre as práticas alimentares durante a inte...

  19. Evolução do padrão de aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzane C Kummer

    2000-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Acompanhar a evolução da prática do aleitamento materno na clientela de maternidade e avaliar as ações para sua promoção. MÉTODOS: Foram comparadas duas coortes de crianças nascidas em épocas diferentes em hospital de Porto Alegre, RS, quanto às prevalências do aleitamento materno nos primeiros seis meses de vida das crianças bem como as taxas de interrupção precoce da amamentação. Os dois estudos foram prospectivos, envolvendo 202 crianças na coorte de 1987 e 187 na de 1994, todas saudáveis, com peso de nascimento igual ou superior a 2.500 g, tendo iniciado o aleitamento materno e cujos pais morassem juntos. O acompanhamento foi realizado através de correspondência, no estudo de 1987, e de visitas domiciliares, no estudo de 1994. RESULTADOS: As curvas de sobrevida do aleitamento materno revelaram que o percentual de crianças amamentadas ao longo dos primeiros seis meses foi semelhante nas duas coortes. A prevalência do aleitamento materno exclusivo, apesar de baixa nos dois grupos, foi superior na população de 1994, especialmente entre as crianças cujas mães tinham maior escolaridade. Não houve diferença no índice de interrupção precoce entre as duas coortes (36% na coorte de 1987 e 39% na de 1994. CONCLUSÕES: Os resultados apontam para uma apatia do serviço com relação à promoção do aleitamento materno no período estudado, justificando plenamente o investimento na promoção da amamentação, especialmente nas famílias menos privilegiadas.

  20. Evolução do padrão de aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kummer Suzane C

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Acompanhar a evolução da prática do aleitamento materno na clientela de maternidade e avaliar as ações para sua promoção. MÉTODOS: Foram comparadas duas coortes de crianças nascidas em épocas diferentes em hospital de Porto Alegre, RS, quanto às prevalências do aleitamento materno nos primeiros seis meses de vida das crianças bem como as taxas de interrupção precoce da amamentação. Os dois estudos foram prospectivos, envolvendo 202 crianças na coorte de 1987 e 187 na de 1994, todas saudáveis, com peso de nascimento igual ou superior a 2.500 g, tendo iniciado o aleitamento materno e cujos pais morassem juntos. O acompanhamento foi realizado através de correspondência, no estudo de 1987, e de visitas domiciliares, no estudo de 1994. RESULTADOS: As curvas de sobrevida do aleitamento materno revelaram que o percentual de crianças amamentadas ao longo dos primeiros seis meses foi semelhante nas duas coortes. A prevalência do aleitamento materno exclusivo, apesar de baixa nos dois grupos, foi superior na população de 1994, especialmente entre as crianças cujas mães tinham maior escolaridade. Não houve diferença no índice de interrupção precoce entre as duas coortes (36% na coorte de 1987 e 39% na de 1994. CONCLUSÕES: Os resultados apontam para uma apatia do serviço com relação à promoção do aleitamento materno no período estudado, justificando plenamente o investimento na promoção da amamentação, especialmente nas famílias menos privilegiadas.

  1. Iniciativa Unidade Basica Amiga da Amamentacao e sua relacao com o aleitamento materno exclusivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lucia Naves Alves

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar a prevalência do aleitamento materno exclusivo e sua associação com a assistência pela Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação. MÉTODOS : Estudo transversal, com dados da pesquisa sobre práticas alimentares no primeiro ano de vida conduzida nas campanhas de vacinação em Barra Mansa, RJ, em 2003 e 2006. Foram selecionadas as crianças < 6 meses, no total 589 em 2003 e 707 em 2006. Tomou-se por base o inquérito de 2006 para estimar a relação entre ser assistido pela Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação e a prática do aleitamento materno exclusivo. Variáveis de exposição que se mostraram associadas (p ≤ 0,20 ao desfecho na análise bivariada foram selecionadas para a análise múltipla. As razões de prevalência ajustadas foram obtidas por modelo de regressão de Poisson com variância robusta, segundo modelo conceitual hierarquizado. O modelo final foi composto por variáveis de exposição que obtiveram p ≤ 0,05. RESULTADOS : A prevalência do aleitamento materno exclusivo aumentou de 30,2% em 2003 para 46,7% em 2006. Baixa escolaridade materna reduziu o aleitamento materno exclusivo em 20,0% (RP = 0,798; IC95% 0,684;0,931, o parto cesariano em 16,0% (RP = 0,838; IC95% 0,719;0,976, o uso de chupeta em 41,0% (RP = 0,589; IC95% 0,495;0,701 e a prevalência de aleitamento materno exclusivo foi 1,0% menor a cada dia de vida da criança (RP = 0,992; IC95% 0,991;0,994 na análise múltipla. O acompanhamento do bebê por unidade credenciada na Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação aumentou o desfecho em 19,0% (RP = 1,193; IC95% 1,020;1,395. CONCLUSÕES : A Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação contribuiu para a prática do aleitamento materno exclusivo e para orientação de gestantes e mães quando implementada na rede primária de saúde.

  2. Efeitos do ganho de peso gestacional e do aleitamento materno na retenção de peso pós-parto em mulheres da coorte BRISA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deysianne Costa das Chagas

    Full Text Available Este estudo analisou os efeitos do ganho de peso gestacional e do aleitamento materno na retenção de peso pós-parto. Foram acompanhadas 2.607 mulheres da coorte de nascimento BRISA. As variáveis utilizadas foram idade, situação socioeconômica, paridade, índice de massa corporal pré-gestacional, ganho de peso gestacional, duração do aleitamento materno, tempo de acompanhamento após o parto e retenção de peso pós-parto. Foi utilizada modelagem de equações estruturais que permitiu avaliar os efeitos totais, diretos e indiretos das variáveis explicativas na retenção de peso pós-parto. Aumento de um desvio padrão do ganho de peso gestacional correspondeu a um aumento significativo de 0,49 desvio padrão da retenção de peso pós-parto (p < 0,001. Aumento de um desvio padrão da duração do aleitamento materno correspondeu à diminuição média de 0,10 desvio padrão da retenção de peso pós-parto (p < 0,001. Independente do índice de massa corporal pré-gestacional, o ganho de peso gestacional é fator de risco, e a duração do aleitamento materno é fator protetor para a retenção de peso pós-parto.

  3. Implantacao da Rede Amamenta Brasil e prevalencia de aleitamento materno exclusivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Passanha

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar a associação entre grau de implantação da Rede Amamenta Brasil e prevalência de aleitamento materno exclusivo. MÉTODOS : Estudo transversal, com amostra representativa de 916 crianças < 6 meses em Ribeirão Preto, SP, em 2011. Foram coletados dados sobre aleitamento materno, local de acompanhamento ambulatorial e demais características, durante a Campanha Nacional de Vacinação. O fator de estudo correspondeu ao local de acompanhamento ambulatorial: Privado; Público não Rede; Público com Oficina da Rede; e Público certificado na Rede. O efeito individualizado do fator de estudo sobre o desfecho foi avaliado mediante análise de regressão de Poisson com variância robusta. RESULTADOS : A comparação entre os locais privados (categoria de referência e os demais mostrou relação dose-resposta significativa com elevação progressiva da prevalência de aleitamento materno exclusivo em locais públicos não Rede, em locais públicos com Oficina da Rede e em locais públicos certificados na Rede (p = 0,047. A Razão de Prevalência para amamentação exclusiva foi igual a 1,47 (IC95% 1,00;2,17 para o estrato das Unidades Básicas de Saúde certificadas na Rede, após ajuste pelas variáveis de confusão. CONCLUSÕES : A prevalência de aleitamento materno exclusivo em < 6 meses foi maior nos locais certificados na Rede, evidenciando a relevância de investir na certificação de Unidades Básicas de Saúde nessa ação.

  4. Sensibilidade e aleitamento materno em díades com recém-nascidos de risco Breastfeeding and maternal sensitivity in dyads with infants born at risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Alfaya

    2005-08-01

    Full Text Available O presente estudo investigou a relação entre o tipo de alimentação do bebê (aleitamento materno, fórmula e alimentação mista e os comportamentos de interação mãe-bebê, a partir do conceito de sensibilidade materna. Participaram 20 díades com bebês nascidos pré-termos (Grupo I que necessitaram de tratamento intensivo neonatal, 14 díades com bebês nascidos a termo (Grupo II que necessitaram de tratamento intensivo neonatal, e 24 díades com bebês nascidos a termo sadios (Grupo III. O risco do recém-nascido foi considerado a partir de sua necessidade de tratamento intensivo neonatal. A interação mãe-bebê foi filmada durante a situação de face-a-face, aos dois meses de idade do bebê, e avaliada conforme o Protocolo de Interação Mãe-Bebê (Schermann et al. 1994 que pontua itens referentes aos comportamentos interativos da mãe, do bebê e da díade mãe-bebê. Os resultados mostraram que a sensibilidade materna diferiu entre os três grupos investigados (p = 0,039, havendo maior incidência no Grupo III (grupo controle. A partir do estudo realizado, é possível inferir que a sensibilidade materna é mais favorável em mães de bebês nascidos a termo e sadios do que em mães de bebês nascidos com risco neonatal. O aleitamento materno é um importante fator que promove o estabelecimento de uma sensibilidade materna mais favorável, sendo fundamental o incentivo da amamentação mesmo para recém-nascidos pré-termo e a termo de risco.The purpose of this study was to investigate the relation between the kinds of infant's feeding (breastfeeding, complement and mixed and the mother-infant interactional behaviors. The participants included 20 dyads of pre-term infant (Group I who had needed intensive care, 14 dyads of full-term infant (Group II who had needed intensive care, and 24 dyads of full-term health infants (Group III. The risk was considered by the neonatal intensive care needed. The mother-infant interaction was

  5. Fatores associados ao aleitamento materno e desmame em Feira de Santana, Bahia Breast feeding and weaning associated factors, Feira de Santana, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciete Oliveira Vieira

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: conhecer a prevalência do aleitamento materno e os fatores associados ao desmame das crianças menores de um ano, em Feira de Santana, no ano 2001. MÉTODOS: estudo transversal com aplicação de questionários às 2319 mães presentes nas 44 (71,1% unidades de vacinação selecionadas, por estratificação simples. Foi calculada a razão de prevalência e considerado como significante p OBJECTIVES: to determine breast feeding prevalence and weaning associated factors in under one year old children in Feira de Santana in 2001. METHODS: cross sectional study with the use of questionnaires addressing 2319 mothers in 44 vaccination facilities; (71% selected by simple stratification. Prevalence ratio was calculated with the following parameters: p < 0.05 considered significant with interval at 95%. RESULTS: breast feeding prevalence was 692% for under one year old children. Exclusive breast feeding was higher for children not using pacifiers (49.4% who had been breast-fed in the first days of life (40.4%. Statistically significant variables with higher breast feeding chances were: babies who were breast-fed in the first day of life (p <0.001, mothers who were housewives (p <0.001, lower family income (p <0.001, multiparous mothers (p =0.03 and children not using pacifiers (p =0.000. CONCLUSIONS: assistance activities to prevent weaning should especially focus on mothers holding jobs away from home, those with higher family incomes and who are primaparous. As for the children the focus should be on the ones not breast-fed in the first day of life and/or using pacifiers.

  6. O papel do aleitamento materno no desenvolvimento de alergias respiratórias = The role of breastfeeding on the development of respiratory allergies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva, Denise Rizzo Nique da

    2009-01-01

    Conclusões: apesar das muitas pesquisas sobre o tema, não se pode concluir se o aleitamento materno ajudará a prevenir a sensibilização a alérgenos em crianças com enfermidades como asma. No entanto, por todas as suas conhecidas vantagens, o aleitamento materno exclusivo deve ser encorajado nos primeiros meses de vida

  7. Aleitamento materno, alimentação complementar, sobrepeso e obesidade em pré-escolares Amamantamiento materno, alimentación complementaria, sobrepeso y obesidad en preescolares Breastfeeding, complementary feeding, overweight and obesity in pre-school children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Gabriela Nascimento Simon

    2009-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a associação do sobrepeso e da obesidade com o aleitamento materno e a alimentação complementar em pré-escolares. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 566 crianças matriculadas em escolas particulares no município de São Paulo, SP, 2004-2005. A variável dependente foi sobrepeso e obesidade. Para a classificação do estado nutricional das crianças foram utilizadas as curvas de percentis do Índice de Massa Corporal para idade, classificando como sobrepeso valores e"P85 e OBJETIVO: Analizar la asociación del sobrepeso y de la obesidad con el amamantamiento materno y la alimentación complementaria en preescolares. MÉTODOS: Estudio transversal envolviendo 566 niños matriculados en escuelas privadas en el municipio de Sao Paulo (Sureste de Brasil, 2004-2005. La variable dependiente fue sobrepeso y obesidad. Para la clasificación del estado nutricional de los niños fueron utilizadas las curvas de percentiles del índice de masa corporal para edad, clasificando como sobrepeso valores ?P85 y OBJECTIVE: To analyze the association of overweight and obesity with breastfeeding and complementary feeding in pre-school children. METHODS: Cross-sectional study with 566 children, enrolled in private schools of the city of São Paulo, Southeastern Brazil, in 2004-2005. The dependent variable was overweight and obesity. Body Mass Index percentile curves were employed to classify children's nutritional status, considering values e"P85 and

  8. Recomendações para alimentação complementar da criança em aleitamento materno Recommendations for the complementary feeding of the breastfed child

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina M. G. Monte

    2004-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apresentar uma revisão sobre as evidências que embasam as recomendações atuais da alimentação complementar de crianças em aleitamento materno. FONTES DE DADOS: Foi realizada extensa revisão bibliográfica sobre o tópico, tendo sido consultados artigos selecionados a partir de pesquisa das bases de dados MEDLINE e Lilacs, publicações de organismos nacionais e internacionais, dissertações e teses. Alguns artigos-chave foram selecionados a partir de citações em outros artigos. SÍNTESE DOS DADOS: Novos conhecimentos sobre alimentação infantil adquiridos nos últimos 20 anos resultaram em mudanças significativas nas atuais recomendações alimentares de crianças amamentadas em relação às recomendações anteriores. As atuais necessidades nutricionais recomendadas são menores que as anteriores, os alimentos complementares são introduzidos em uma idade mais precisa, em torno dos 6 meses, e são recomendados novos métodos de promoção da alimentação saudável da criança. As novas recomendações enfatizam as práticas alimentares saudáveis, as quais englobam tanto a quantidade quanto a qualidade adequadas dos alimentos, inclusive o cuidado com o manuseio, preparo, administração e armazenamento dos alimentos e o respeito e adequação às características culturais de cada povo. CONCLUSÕES: A alimentação complementar adequada da criança em aleitamento materno é crítica para o ótimo crescimento e desenvolvimento da criança. Portanto, é um fator essencial para a segurança alimentar e para o desenvolvimento das populações e seus países. Cabe aos profissionais de saúde repassar efetivamente às mães/cuidadores as novas recomendações para a promoção da alimentação complementar saudável da criança amamentada. Cabe aos governos propiciar as condições adequadas para essa promoção.OBJECTIVE: To present a review on the evidences that support the current recommendations for breastfed children

  9. ALEITAMENTO MATERNO E AS CRENÇAS ALIMENTARES

    OpenAIRE

    Ichisato,Sueli Mutsumi Tsukuda; Shimo,Antonieta Keiko Kakuda

    2001-01-01

    A hipogalactia tem levado ao desmame precoce. As crenças e os tabus influenciam a alimentação materna durante a lactação. O presente estudo tem como objetivo identificar lactogogos regionais utilizados como suporte do aleitamento materno (AM), pautados nos tabus e crenças. Trata-se de um estudo de caso utilizando a análise de prosa(12). Alimentar-se ou não de certos alimentos, ter vivenciado a amamentação, as crenças transmitidas por familiares e médicos, crescimento e desenvolvimento da cria...

  10. Dificuldades maternas no processo de aleitamento materno de prematuros em uma UTI neonatal Las dificultades maternas en el proceso de amamantamiento materno de prematuros en una UTI neonato Mother's difficulties in breastfeeding premature babies in the neonatal ICU

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Olívia Andreo Serra

    2004-08-01

    Full Text Available O estudo objetivou descrever a assistência e as dificuldades maternas no processo do aleitamento materno de prematuros assistidos em uma unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN. Para tal, recorreu-se à abordagem qualitativa, obtendo-se os dados através da entrevista estruturada, gravada com cinco mães de bebês prematuros, com peso inferior a 2000g, assistidos no hospital universitário de Cuiabá-MT. Como resultados encontrou-se cinco subtemas: mantendo a produção láctea materna através da ordenha, enfrentando desconforto durante permanência na UTIN, convivendo com as condutas médicas alimentares para prematuros, enfrentando a fragilidade do prematuro e o ambiente da UTIN e precisando de apoio logístico para amamentar. Constatou-se a escassez de intervenções sistematizadas dirigidas ao incentivo do aleitamento materno, durante a hospitalização materna e do prematuro, sendo necessária a capacitação dos profissionais do hospital e a implantação de protocolo de intervenção, contemplando as necessidades e vivências maternas e a articulação das ações intra-hospitalares e interinstitucionais.La finalidad del estudio fue describir la asistencia y las dificultades maternas en el proceso de amamantamiento de prematuros. Para tal, recorrimos al abordaje cualitativo, realizada a través de la entrevista estructurada, grabada con cinco madres de ninõs prematuros con peso inferior a 2000 granos acompanãdos en la UTIN en Cuiabá-MT, Brasil. Como resultados verificamos cinco subtemas: mantener la producción de leche materna mediante ordeña, enfrentarse con desconforto durante la estadía en la UTIN, vivir con procedimientos médicos de alimentación para prematuros, enfrentarse con la fragilidad del prematuro y la UTIN y necesitar apoyo logístico para el amamantamiento. Fue observada una falta de intervenciones sistemáticas para estimular el amamantamiento durante la estadía de las madres y sus niños en el hospital. Es

  11. Aleitamento materno na primeira hora de vida em um Hospital Amigo da Criança: prevalência, fatores associados e razões para sua não ocorrência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mércia Natália Macêdo Belo

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivos: identificar a prevalência do aleitamento materno na primeira hora de vida, os fatores associados e as razões para sua não ocorrência em um Hospital Amigo da Criança. Métodos: estudo transversal com 562 mães e recém-nascidos. Os dados foram obtidos entre outubro a novembro de 2011 mediante formulários de entrevista e consulta a prontuários. Modelo de Poisson foi ajustado para analisar a prevalência do aleitamento materno na primeira hora de vida em função das variáveis de exposição. Resultados: a prevalência do aleitamento materno na primeira hora de vida foi de 31%. Apenas o parto normal permaneceu no modelo final, apresentando razão de prevalência de 27% a mais em relação ao parto cesáreo (p=0,020. As razões para que 388 crianças não tenham sido amamentadas na primeira hora de vida foram classificadas em: problemas de saúde da criança (328, 84,5%, da mãe (241, 62,1% e atraso no resultado do teste rápido anti-HIV (199, 51,2%, 11 (2,8% não apresentaram nenhuma justificativa. Conclusões: os resultados relatados ainda estão bem abaixo das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS, o que em grande parte pode ser atribuído às condições próprias de um hospital de nível terciário, cuja demanda é constituída predominantemente por casos de pacientes de médio e elevado risco obstétrico.

  12. Percepção e conhecimento de meninas escolares sobre o aleitamento materno

    OpenAIRE

    Nakamura,Soraia S.; Veiga,Kledione F.; Ferrarese,Sany R. B.; Martinez,Francisco E.

    2003-01-01

    OBJETIVO: comparar dois grupos de meninas em idade escolar, de diferentes extratos sociais, quanto à percepção e conhecimento sobre aleitamento materno. MÉTODOS: aplicou-se um questionário estruturado a todas as 346 meninas da 4ª à 8ª séries de duas escolas, uma particular, com alunos de alto poder aquisitivo (Escola A), e outra pública, com alunos de nível econômico-social baixo (Escola B). RESULTADOS: cerca de 90% das meninas relataram ter sido amamentadas, e mais de 98% já viram alguma mãe...

  13. ALEITAMENTO MATERNO E AS CRENÇAS ALIMENTARES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Mutsumi Tsukuda Ichisato

    Full Text Available A hipogalactia tem levado ao desmame precoce. As crenças e os tabus influenciam a alimentação materna durante a lactação. O presente estudo tem como objetivo identificar lactogogos regionais utilizados como suporte do aleitamento materno (AM, pautados nos tabus e crenças. Trata-se de um estudo de caso utilizando a análise de prosa(12. Alimentar-se ou não de certos alimentos, ter vivenciado a amamentação, as crenças transmitidas por familiares e médicos, crescimento e desenvolvimento da criança foram os fatores que estimularam o AM na nossa pesquisa

  14. Aleitamento materno e tabus alimentares Breastfeeding and nutritional superstitions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Antonio Del Ciampo

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a opinião de nutrizes sobre o consumo de alimentos em sua dieta durante o período de amamentação e identificar as possíveis restrições alimentares a que estão sujeitas. MÉTODOS: Estudo transversal realizado por análise de questionário aplicado às mães de crianças, inscritas em Programas de Puericultura em Unidades Básicas de Saúde, com idade variando do nascimento a seis meses completos para identificar se existe algum alimento que essas mães consideram inapropriado durante o período de lactação, quais são esses alimentos e os motivos alegados para que não sejam consumidos. RESULTADOS: Foram entrevistadas 504 mães das quais 296 (59% responderam acreditar que existem alimentos inapropriados para o período de lactação. Os motivos referidos foram: poderia fazer mal à criança (78%; indefinidos (16%; faz mal à mãe (5%. Os principais alimentos a serem evitados, segundo as mães, seriam: refrigerantes (17%, pimenta (17%, gordura de porco (11% e bebidas alcoólicas (10%. CONCLUSÕES: Mais da metade das lactantes entrevistadas considera que há alimentos que não devem ser consumidos durante o período de lactação, o que não encontra respaldo científico. Essas práticas restritivas podem interferir na nutrição da lactante e, conseqüentemente, na prática do aleitamento materno.OBJECTIVE: To know the opinion of lactating mothers about the consumption of food in their diet during the breastfeeding period and to identify possible alimentary restrictions. METHODS: This cross-sectional study enrolled mothers of children registered at Health Care Programs of Primary Health Care Centers, with ages varying from birth to six months. A questionnaire was applied in order to identify the foods considered by the mothers as improper during the breastfeeding period, and the reasons stated by them to justify such restriction. RESULTS: In a universe of 504 interviewed mothers, 296 (59% stated that some foods should

  15. Aleitamento materno e seus benefícios: primeiro passo para a promoção saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabella Santos Nogueira de Andrade

    2014-06-01

    Full Text Available O aleitamento materno é reconhecido pelo Ministério da Saúde, em consonância com a Organização Mundial de Saúde (OMS e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF, como uma das estratégias fundamentais para a diminuição dos índices de mortalidade neonatal(1. É pacífico o fato de que o aleitamento materno deva ser iniciado após o parto, uma vez que o colostro é considerado a primeira imunização do neonato pela presença de imunoglobulinas e maior quantidade de proteínas e vitamina A(2. Recomenda-se o aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida, podendo ser dado como suplemento alimentar até os dois anos de idade ou mais(3,4. Então, é papel do profissional de saúde, em qualquer área de atuação, incentivar, estimular e apoiar o aleitamento materno(5. Dentre as ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno do Ministério da Saúde implementadas nos últimos 30 anos destacam-se a Iniciativa Hospital Amiga da Criança (IHAC, que prioriza os 10 passos para o aleitamento materno, a criação da Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes (NBCAL, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (REDEBLH, as campanhas anuais como Semana Mundial da Amamentação (SMAM e Dia Nacional de Doação de Leite Humano, e, mais recentemente, a Rede Amamenta Brasil(6. Observam-se os inúmeros benefícios do aleitamento materno relacionados aos aspectos nutricionais e emocionais, em que esse aleitamento aparece como fonte de nutrientes, em quantidade e qualidade adequadas ao bebê, sendo ao mesmo tempo promotor da relação mãe-filho(5. A interação mãe-filho durante a amamentação favorece o desenvolvimento dos laços afetivos para a aprendizagem mútua, visto que gera afeto, segurança, acolhimento e contribui para o desenvolvimento da linguagem e a construção da inteligência. A mãe aprende sobre o comportamento do bebê e sobre seu papel de mãe; o bebê aprende a se relacionar

  16. Motivação de gestantes para o aleitamento materno Motivating breastfeeding among expectant mothers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Aparecida Moreira Takushi

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer os motivos de gestantes para o aleitamento materno. MÉTODOS: É um estudo qualitativo realizado com 164 gestantes assistidas no pré-natal em dois Centros de Saúde na região central da cidade de São Paulo. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas sobre motivação para amamentar. As narrativas foram organizadas em planilha eletrônica em busca de categorias. RESULTADOS: As principais categorias identificadas estavam relacionadas à saúde da criança, da mulher e aos benefícios da prática de amamentar e do leite materno. A maioria das mulheres (98,8% foi favorável à amamentação. Benefícios à saúde da criança foi o motivo mais freqüente (73,8%. CONCLUSÃO: A motivação ao aleitamento materno foi centrada nos benefícios à saúde da criança. A amamentação é valorizada independentemente da vontade materna.OBJECTIVE: The present study sought to discover the reasons for expectant mothers to breastfeed. METHODS: This was a qualitative study involving 164 expectant mothers attending prenatal care in two health centers of the city of São Paulo. Semi-structured interviews were done to collect data on the reasons to breastfeed. The information was organized in a spreadsheet to search for categories. RESULTS: The main identified categories regarded the child's and woman's health and the benefits of breastfeeding and breast milk. The majority of the women (98.8% regarded breastfeeding favorably. Benefit to the child's health was the reason mentioned most often (73.8%. CONCLUSION: Motivation to breastfeed was based on benefits to the child's health. Breastfeeding is valued regardless of the mother's will.

  17. Assistência de enfermagem domiciliar no puerpério para garantir sucesso no aleitamento materno : relato de caso

    OpenAIRE

    Martins, Alexandra Daniela Marion; Martins, Emerson Fachin

    2008-01-01

    As duas primeiras semanas pós-parto constituem o período mais vulnerável para o êxito do aleitamento materno. Neste período, o apoio do profissional da saúde e um ambiente favorável à amamentação são muito importantes para a mãe. Como já descreveram alguns estudos, o suporte profissional em domicílio está associado à satisfação e ao aumento de confiança para o aleitamento materno. Este estudo de caso teve como objetivo relatar as possíveis contribuições da assistência de enfermagem domiciliar...

  18. Hospital Amigo da Criança: prevalência de aleitamento materno exclusivo aos seis meses e fatores intervenientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Fontes Figueredo

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo da pesquisa foi identificar o padrão de aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida de crianças nascidas em um Hospital Amigo da Criança e os fatores que contribuíram para o desmame precoce. Estudo de coorte prospectivo com 261 mães e crianças. Os dados foram avaliados utilizando-se a análise de sobrevivência através da construção da curva de Kaplan-Meier e teste de Log-Rank para a análise univariada. Foi realizada análise multivariada utilizando-se o modelo de Regressão de Cox com riscos proporcionais. Ao longo dos seis meses, o aleitamento materno exclusivo praticado com 30, 90, 120, 150 e 180 dias foi 75%, 52%, 33%, 19% e 5,7%, respectivamente. Na análise multivariada, as variáveis que mostraram risco para o desmame precoce foram a intercorrência mamária hospitalar e, na consulta de retorno, a posição inadequada e a associação das duas anteriores. A Iniciativa Hospital Amigo da Criança favoreceu o aleitamento materno exclusivo.

  19. Aleitamento materno exclusivo e adiposidade Amamantamiento materno exclusivo y adiposidad Exclusive breastfeeding and adiposity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Fernando V. N. Moraes

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Associar o tempo de amamentação exclusiva da criança à adiposidade central e periférica, por meio do índice de massa corporal, dos perímetros da cintura e do braço, e das dobras cutâneas triciptal, subescapular e a somatória destas em pré-escolares. MÉTODOS: Pesquisa de delineamento transversal, em que 134 pré-escolares entre três e cinco anos de idade de uma escola par-ticular de Brasília, DF, foram avaliados quanto a: massa corporal, estatura, perímetros do braço e da cintura, dobras cutâneas triciptal e subescapular. Os pais das crianças responderam a um questionário sobre tempo de amamentação. O diagnóstico de sobrepeso e obe-sidade foi realizado de acordo com a classificação da Organização Mundial da Saúde para o índice de massa corporal por idade. RESULTADOS: As meninas tiveram maior concentração adiposa na dobra cutânea triciptal (p=0,001, subescapular (p=0,044 e na somatória destas (p=0,003 em relação aos meninos. A prevalência de sobrepeso e obesidade foi similar nos dois sexos (25,4% nos meninos e 22,6% nas meninas, assim como o tempo médio de amamentação exclusiva (4,3 meses para meninos e 4,6 meses para meninas. Notou-se correlação inversa significativa entre tempo de amamentação exclusiva e perímetro da cintura (r=-0,166; p=0,05. As demais variáveis também mostraram tendência de correlação inversa com o tempo de aleitamento materno exclusivo, porém sem valores significativos. CONCLUSÕES: A associação inversa entre o tempo de ama-mentação e o perímetro da cintura mostra um possível efeito do aleitamento materno sobre a distribuição de gordura corporal no pré-escolar.OBJETIVO: Asociar el tiempo de amamantamiento exclusivo del niño con la adiposidad central y periférica mediante el índice de masa corporal, perímetros de la cintura y del brazo, y pliegues cutáneos ticipital, subescapular y la suma de estos en pre-escolares. MÉTODOS: Investigación de delineaci

  20. Prematuros e prematuros tardios: suas diferenças e o aleitamento materno

    OpenAIRE

    Silva,Waléria Ferreira da; Guedes,Zelita Caldeira Ferreira

    2015-01-01

    Resumo:OBJETIVO:verificar se há diferenças entre recém nascidos prematuros e prematuros tardios no que se refere ao tempo de aleitamento materno e aleitamento materno exclusivo causas e consequências do desmame precoce. Ademais, foi observado o uso de oxigenoterapia e sonda para alimentação, número de sessões de fonoterapia e o tempo de internação.MÉTODOS:pesquisa de campo, de caráter exploratório e longitudinal. Participaram do estudo 82 mães de prematuros. Os dados categóricos foram resumid...

  1. O aleitamento materno previne o sobrepeso na infância? Does breast feeding prevent childhood overweight?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geni Balaban

    2004-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: investigar se o aleitamento materno tem um efeito protetor contra o sobrepeso na idade pré-escolar. MÉTODOS: estudo de corte transversal com 409 crianças na faixa etária de dois a seis anos, sendo 221 do sexo masculino e 188 do feminino, provenientes de creches vinculadas à prefeitura da cidade de Recife. Foram consideradas expostas as crianças que receberam aleitamento materno exclusivo por menos de quatro meses. O desfecho analisado foi o sobrepeso, definido como índice de massa corporal para idade igual ou superior ao percentil 85. RESULTADOS: dentre as 409 crianças, 11,5% nunca haviam recebido leite materno. A duração média do aleitamento materno foi de 3,97 meses. A prevalência de sobrepeso foi de 18,6%. O sobrepeso foi mais prevalente entre as crianças que receberam leite materno exclusivo por menos de quatro meses (22,5% do que entre aquelas que receberam leite materno exclusivo por quatro meses ou mais (13,5% (p = 0,03. CONCLUSÕES: em nosso estudo, o aleitamento materno apresentou um efeito protetor contra o sobrepeso na idade pré-escolar.OBJECTIVES: to investigate if breast feeding has a protective effect against overweight in preschool age. METHODS: cross-sectional study with 409 children, two to six years old, 221 boys and 188 girls, in Recife. The exposition was exclusive breast feeding for less than four months. The outcome was overweight, defined as body mass index (BMI by age equal or above the 85th percentile. RESULTS: among the 409 children, 11.5% were never breastfed. Mean breast feeding duration was 3.97 months. Overweight prevalence was 18.6%. Overweight was more prevalent among children exclusively breastfed for less than four months (22.5% than for those breastfed for four months or longer (13.5% (p = 0.03. CONCLUSIONS: in our study, breast feeding had a protective effect against overweight at preschool age.

  2. Percepção das mães em relação ao aleitamento materno no período do pós parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Rodrigues Mendes da Aparecida

    2014-11-01

    Full Text Available Introdução: Para eficácia do aleitamento materno, a Organização Mundial de Saúde propõe a educação das mães durante o momento da gestação pelos profissionais de saúde. Objetivo: Observar as percepções das mães com relação ao aleitamento materno. Métodos: Estudo descritivo de caráter quantitativo utilizando técnica exploratória. esquisa realizada no Centro de Saúde Escola Capuava em Santo André, São Paulo. A população foi constituída por 29 mães submetidas à primeira consulta puerperal. Resultados: As médias de idade e de número de filhos das mães foram 26 anos e 1,8 filhos. Em sua maioria são casadas ou encontra-se em união estável (93,1% e apresentam ensino médio completo (62,1%. Possuem vínculo empregatício 51,7%. Teve parto cesárea 58,6%. Foram amamentados na sala de parto 69,0% dos recém-nascidos. Possuem mamilos protusos 79,3% das mães, sendo que 55,2% não apresentaram fissuras. Não apresentaram nenhum cuidado em relação à limpeza dos mamilos 37,9% das mães, as demais usaram várias formas, sendo mais comum somente limpeza com leite materno (17,2% e somente utilização de pomada (13,8%. A frequência de amamentação foi bastante variável. Dos recémnascidos, 89,3% apresentaram pegas corretas. Relataram que tiveram todas as informações necessárias no pré-natal e puerpério 96,6% das mães. Pretendem introduzir precocemente o uso de chupetas para seu recém-nascido 44,8% das mães. Conclusão: As orientações realizadas durante a gestação e puerpério se tornam importantes e aos poucos produzem resultados positivos. Vale enfatizar que o enfermeiro se torna uma peça chave na realização das orientações durante os períodos de gestação e puerpério.

  3. Crescimento do perímetro cefálico nos primeiros seis meses em crianças em aleitamento materno exclusivo

    OpenAIRE

    Jaldin, Maria da Graça M; Pinheiro, Feliciana Santos; Santos, Alcione Miranda dos; Muniz, Nivaldo Costa; Brito, Luciane Maria O.

    2011-01-01

    OBJETIVO: Analisar o perímetro cefálico de crianças amamentadas exclusivamente do nascimento ao sexto mês com relação à referência National Center for Health Statistics (NCHS/1977) e ao padrão internacional World Health Organization/2006 (WHO/2006). MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado no Banco de Leite Humano do Hospital Universitário Materno-Infantil, São Luís (MA), entre outubro de 2007 e novembro de 2008. Amostra não probabilística de 328 crianças nascidas a termo, parto único, peso ao ...

  4. Evolução do padrão de aleitamento materno Evolution of breastfeeding pattern

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzane C Kummer

    2000-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Acompanhar a evolução da prática do aleitamento materno na clientela de maternidade e avaliar as ações para sua promoção. MÉTODOS: Foram comparadas duas coortes de crianças nascidas em épocas diferentes em hospital de Porto Alegre, RS, quanto às prevalências do aleitamento materno nos primeiros seis meses de vida das crianças bem como as taxas de interrupção precoce da amamentação. Os dois estudos foram prospectivos, envolvendo 202 crianças na coorte de 1987 e 187 na de 1994, todas saudáveis, com peso de nascimento igual ou superior a 2.500 g, tendo iniciado o aleitamento materno e cujos pais morassem juntos. O acompanhamento foi realizado através de correspondência, no estudo de 1987, e de visitas domiciliares, no estudo de 1994. RESULTADOS: As curvas de sobrevida do aleitamento materno revelaram que o percentual de crianças amamentadas ao longo dos primeiros seis meses foi semelhante nas duas coortes. A prevalência do aleitamento materno exclusivo, apesar de baixa nos dois grupos, foi superior na população de 1994, especialmente entre as crianças cujas mães tinham maior escolaridade. Não houve diferença no índice de interrupção precoce entre as duas coortes (36% na coorte de 1987 e 39% na de 1994. CONCLUSÕES: Os resultados apontam para uma apatia do serviço com relação à promoção do aleitamento materno no período estudado, justificando plenamente o investimento na promoção da amamentação, especialmente nas famílias menos privilegiadas.OBJECTIVE: To follow the evolution of the breastfeeding practice among women in a childbirth clinic and evaluate the actions for its promotion. METHODS: Two cohorts of children born in an school hospital of Porto Alegre, Brazil, in different periods of time were compared regarding the prevalence of breastfeeding during the first six months of life, and the percentage of early cessation of breastfeeding. Both were prospective studies, including 202 children in

  5. Diagnóstico da situação do aleitamento materno no Estado do Piauí, Brasil Diagnosis of the situation with breastfeeding in Piauí State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Viana Ramos

    2008-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi realizar um diagnóstico da situação do aleitamento materno no Piauí, Brasil, durante a campanha de vacinação de 2006. A amostra constituiu-se de 1.963 crianças menores de um ano em 45 municípios. As medianas e probabilidades das categorias de aleitamento foram realizadas pela análise de probitos. Para análise da associação entre as variáveis do estudo e aleitamento materno/aleitamento materno exclusivo, utilizou-se o modelo de regressão logística multivariada. As probabilidades encontradas foram: 16% para o aleitamento materno exclusivo, 18% para o predominante na idade de 180 dias e 58% para aleitamento materno aos 361 dias. A duração mediana foi de 67 dias para o aleitamento materno exclusivo e 200 para aleitamento materno. Entre as crianças cujas mães pertenciam às classes econômicas C, D e E (p = 0,024 e moravam na zona rural (p = 0,009, o aleitamento materno foi maior. Não mamar nas primeiras 24 horas e utilizar chupeta e mamadeira reduziram a prevalência do aleitamento materno (p This study aims to evaluate the situation with breastfeeding in the State of Piauí, Brazil, at the time of the 2006 vaccination campaign. The sample consisted of 1,963 infants (< 1 year of age from 45 municipalities. Medians and probabilities of breastfeeding categories were calculated by probit analysis. Multivariate logistic analysis was used to analyze the association between independent variables and partial and exclusive breastfeeding. The probabilities were: 16% for exclusive breastfeeding and 18% for predominant breastfeeding at 180 days of age and 58% for breastfeeding at 361 days. Median duration was 67 days for exclusive breastfeeding and 200 days for breastfeeding. The breastfeeding rate was higher for children whose mothers belonged to social classes C, D, and E (p = 0.024 and lived in the countryside (p = 0.009. Not nursing during the first 24 hours of life, using a pacifier, and bottle-feeding reduced

  6. Aleitamento materno e níveis de hemoglobina em crianças menores de 2 anos em município do estado de São Paulo, Brasil Breastfeeding and hemoglobin concentration in children under 2 years of age in a municipality of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Simões Duarte

    2007-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a relação entre aleitamento materno e níveis de hemoglobina em crianças menores de 2 anos residentes na cidade de Itupeva, SP, Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional, realizado em amostra representativa de 254 crianças menores de 2 anos, selecionadas aleatoriamente na área urbana de Itupeva, SP, por procedimento de amostragem por conglomerados em 3 etapas. O aleitamento materno foi classificado utilizando-se as recomendações da Organização Mundial da Saúde e a hemoglobina foi determinada em hemoglobinômetro portátil (HemoCue. Para o diagnóstico, utilizou-se o ponto de corte de 11,0g/dL. RESULTADOS: A prevalência de anemia foi de 41,7%. Anemia foi mais freqüente entre os menores de 6 meses que não se encontravam em aleitamento materno (pOBJECTIVE: The objective of this study is to assess the relationship between breastfeeding and hemoglobin concentration in children under 2 years of age in Itupeva City, SP, Brazil. METHODS: This cross-sectional population-based study was carried out in a representative sample of 254 children under 2 years of age randomly selected in the urban area of Itupeva, SP. The sampling process was done in three stages. The recommendations made by the World Health Organization were used to classify breastfeeding. Hemoglobin concentration was measured by the cyanmethemoglobin method, using the HemoCue system and anemia was defined when hemoglobin concentration was below 11.0g/dL. RESULTS: The prevalence of anemia was 41.7%. Anemia was more frequent among children who were weaned before 6 months (p<0.05. The mean hemoglobin levels of breastfed children were significantly higher among children under 6 months (p<0.05. Children who were exclusively or predominantly breastfed in the first six months of life had higher mean hemoglobin levels than the remaining children (12.3g/dL versus 10.99g/dL; p=0.022. CONCLUSIONS: The results suggest that partial or total substitution of

  7. Determinantes do abandono do aleitamento materno exclusivo em crianças assistidas por programa interdisciplinar de promoção à amamentação Determinants of the exclusive breastfeeding abandonment in children assisted by interdisciplinary program on breast feeding promotion

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Camilo Carrascoza

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as variáveis potencialmente relacionadas ao abandono da amamentação exclusiva entre crianças participantes de um programa interdisciplinar de incentivo ao aleitamento materno. MÉTODOS: Foi realizado um estudo longitudinal, por meio de acompanhamento clínico de 111 díades mãe-bebê, durante os seis primeiros meses de vida da criança. Para a avaliação de fatores associados à interrupção do aleitamento exclusivo, realizou-se análise univariada e regressão logística múltipla. RESULTADOS: As díades participantes foram divididas em dois grupos, segundo o tipo de alimentação recebida pela criança aos seis meses de vida: um composto por 57 crianças em aleitamento materno exclusivo e outro por 54 crianças em aleitamento materno complementado ou predominante. Após análise de regressão logística, as variáveis uso de chupeta (OR 4,65; IC95% 1,66-12,99, alto nível socioeconômico (OR 11,46; IC95% 3,09-42,37 e trabalho materno (OR 2,44; IC95% 0,91-5,62 comportarem-se como fatores associados ao abandono do aleitamento exclusivo. CONCLUSÕES: O uso de chupeta pela criança, alto nível socioeconômico e trabalho materno estão associados à interrupção do aleitamento exclusivo.OBJECTIVES: To identify variables potentially related with the exclusive breastfeeding abandonment in children assisted by interdisciplinary program on breast feeding promotion. METHODS: Data were collected by a longitudinal study with 111 mothers who breastfeed their children until six months of age. Univariate analyses were used to assess factors associated with the exclusive breastfeeding abandonment, and also multiple regression analyses. RESULTS: The mothers were divided in two groups: 57 mothers breastfeed, exclusively, their children until six months of age and 54 mothers introduced other kinds of food before this age. The following variables were found to be factors associated with the exclusive breastfeeding abandonment

  8. Dificuldades no aleitamento materno e influência no desmame precoce

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Rocci

    2014-01-01

    Full Text Available O estudo objetivou verificar o tempo médio do aleitamento materno exclusivo (AME de crianças nascidas em Hospital Amigo da Criança (IHAC e correlacioná-lo com as variáveis: estado civil, idade materna, peso do bebê, dificuldades na amamentação e orientações recebidas. Trata-se de estudo de coorte com amostra de 225 mães entrevistadas no puerpério mediato e no 15º, 30º, 60º, 120º e 180º dias após a alta, por telefone. O monitoramento do AME demonstrou mediana de 113 dias e que 34,1% das mães aleitaram exclusivamente por 180 dias. Houve correlação estatisticamente significativa entre o tempo de AME e dificuldades na amamentação. Não houve correlação entre o tempo de AME e as variáveis: estado civil, idade materna, peso do recém-nascido e orientações recebidas. Houve diferença significativamente maior de desmame aos 60 dias nas mulheres que tiveram dificuldade na pré-alta. O estudo demonstrou a influência positiva da IHAC na adesão das mães ao AME.

  9. Impacto do aleitamento materno no coeficiente de inteligência de crianças de oito anos de idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana L. M. Fonseca

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi determinar a influência do aleitamento materno na capacidade intelectual de crianças pertencentes a uma coorte de um país em desenvolvimento, controlando para os principais fatores de confusão. MÉTODOS: Foi realizado um estudo de coorte prospectiva com todos os recém-nascidos nos hospitais de uma cidade de porte médio e acompanhou-se uma amostra aleatória destes aos 30, 90 e 180 dias de vida e aos 8 anos. No acompanhamento foram avaliados diversos aspectos da amamentação e, aos 8 anos, foi realizada avaliação da capacidade intelectual geral aplicando-se o Teste de Raven. As análises estatísticas utilizaram Teste T, ANOVA e regressão linear e logística, considerando como associações estatisticamente significativas aquelas cujo valor de p foi inferior a 0,05. RESULTADOS: Aos 8 anos 560 crianças participaram da avaliação com o Teste de Raven. A média da pontuação das crianças no teste foi de 22,56 pontos com desvio padrão de 5,93. A diferença de médias entre os grupos em aleitamento materno ou não, aos seis meses, foi de 1,33 (p = 0,008. Permaneceram associadas ao desfecho, após regressão linear e logística, a cor materna e da criança, classe socioeconômica, escolaridade e tabagismo maternos e o aleitamento materno aos 6 meses de idade (p = 0,007. CONCLUSÕES: As crianças que mamaram por seis meses ou mais tiveram melhor desempenho na avaliação intelectual geral, mesmo após ajuste para os principais fatores de confundimento.

  10. Aleitamento materno: representações sociais de mães em um Distrito Sanitário da cidade do Recife

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecilia Sales

    2017-01-01

    Full Text Available La lactancia materna (LM es un tema de gran relevancia social, especialmente en los debates en el campo de la salud como una práctica internacionalmente reconocida como capaz de mejorar las condiciones de salud materno-infantiles. Este estudio objetiva analizar las representaciones sociales de LM compartidas por madres adultas en un distrito sanitario de la ciudad de Recife. Para esto fue realizada una investiga- ción cualitativa, a la que asistieron 36 madres. Los datos fueron obtenidos a través de entrevistas semiestructuradas y analizados mediante el análisis de contenido. Los resultados indican que las representaciones de LM están ancladas en concepcio- nes hegemónicas dirigidas a las mujeres y a la maternidad, como la dedicación y el sacrificio en favor de los hijos, así como en elementos que surgen del conocimiento científico referentes a los beneficios de la LM para la salud del niño. Se señalan algu - nas implicaciones a la educación en salud, como la importancia de la comprensión y discusión de las posibilidades y limitaciones individuales y grupales en relación al desarrollo de la LM, en vista de que la lactancia surge como vivencia compleja y modulada por actividades cotidianas de las mujeres.

  11. Práticas culturais sobre aleitamento materno entre famílias cadastradas em um Programa de Saúde da Família Prácticas culturales sobre amamantamiento materno entre familias registradas en un Programa de Salud de la Familia Cultural practices about breastfeeding among families enrolled in a Family Health Program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirna Albuquerque Frota

    2009-12-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar as práticas culturais em relação ao aleitamento materno entre famílias cadastradas em um PSF. Estudo descritivo, exploratório, realizado em Pentecoste, Ceará, com 15 mães que demonstraram algum fator restritivo ao aleitamento. A coleta de dados ocorreu por meio de observação direta e entrevista semiestruturada e, após análise, emergiram as categorias empíricas: prazer em amamentar e prevenção de doenças; influência da família/comunidade; e dificuldade em manter a amamentação. As mães verbalizaram dificuldades na prática da amamentação, ausência de um suporte adequado do serviço de saúde que envolva fatores não somente biológicos, mas no âmbito social e cultural. Conclui-se que há distanciamento entre o discurso científico e as práticas culturais do dia-a-dia dessas famílias.Se objetivó identificar las prácticas culturales en relación al amamantamiento materno entre familias registradas en un PSF. Estudio descriptivo, exploratorio, realizado en Pentecoste, Ceará, con 15 madres que demostraron algún factor restrictivo al amamantamiento. La recolección de datos ocurrió por medio de observación directa y entrevista semiestructurada y, después del análisis, emergieron las categorías empíricas: placer en amamantar y prevención de enfermedades; influencia de la familia/comunidad; y dificultad en mantener el amamantamiento. Las madres verbalizaron dificultades en la práctica del amamantamiento, ausencia de un soporte adecuado del servicio de salud que contenga factores no solamente biológicos, y si también del ámbito social y cultural. Se concluye que hay un distanciamiento entre el discurso científico y las prácticas culturales de lo cotidiano de esas familias.The objective of this study was to identify the cultural practices about breastfeeding among families enrolled in a Family Health Program (FHP. This exploratory study was performed in the city of Pentecoste (Cear

  12. Apoio paterno ao aleitamento materno: uma revisão integrativa Fathers support on breastfeeding: an integrative review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Turaça Silva

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar, na literatura científica, publicações sobre a participação do pai ou companheiro no aleitamento materno. FONTES DE DADOS: Realizou-se uma revisão integrativa no período de 1995 a 2010, utilizando-se os unitermos "pai" e "aleitamento materno" nas bases de dados LILACS, SciELO, BDENF e PubMed/MEDLINE. Os dados obtidos foram organizados em três categorias: o pai como suporte para a amamentação; percepções paternas sobre a amamentação; e o impacto da intervenção educativa sobre aleitamento para os pais. SÍNTESE DOS DADOS: Foram identificadas 44 publicações que mostraram que o apoio social, profissional e familiar foi imprescindível para o sucesso do aleitamento materno. O pai foi destacado como suporte fundamental pela forte influência na decisão da mulher em amamentar e na sua continuidade. Contudo, a participação do pai exibe sentimentos ambivalentes: competitividade com a mãe vs. proteção; exclusão vs. aumento do vínculo familiar; apoio vs. preconceitos. Os profissionais de saúde, apontados como referência na busca de informações, mostram-se despreparados para atender aos pais. CONCLUSÕES: Foram encontradas várias produções científicas ressaltando a relevância do apoio paterno para o sucesso do aleitamento materno. Contudo, a maioria das pesquisas apresenta abordagem descritiva, havendo poucos estudos com intervenções educativas.OBJECTIVE: To identify publications regarding the role of the father or partner in the breastfeeding practice. DATA SOURCE: An integrative review of the literature was performed searching for articles published between 1995 and 2010, using the key-words "father" and "breastfeeding" in following databases: LILACS, SciELO, BDENF e PubMed/MEDLINE. Data were organized in three categories: the supporting role of the father on breastfeeding; paternal perceptions about breastfeeding; and the impact of educational intervention on breastfeeding for parents. DATA

  13. Uso do copo e da mamadeira e o aleitamento materno em recém-nascidos prematuros e a termo: uma revisão sistemática Cup and bottle feeding and breastfeeding in premature and term infants: a systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cínthia Tiago Paes de Almeida Pedras

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: revisar ensaios clínicos randomizados que avaliaram a prevalência e/ou duração do aleitamento materno na alta hospitalar e/ou durante o primeiro ano de vida, em recém-nascidos a termo ou prematuros. Foram selecionados estudos que incluíram neonatos e que receberam suplementação por copo ou por mamadeira, durante a estadia hospitalar. MÉTODOS: foram pesquisados artigos publicados em português ou inglês, no período de 1966 a 2006, nas bases de dados Medline, Lilacs e Scielo. Os seguintes termos foram utilizados: "amamentação + mamadeira" combinado com "prevalência", "métodos de alimentação", "duração", "baixo peso", "prematuro" e "recém-nascido". RESULTADOS: cinco artigos preencheram os critérios de inclusão, suas casuísticas variaram de 14 a 686 recém-nascidos, totalizando 1552 crianças. O uso do copo para a suplementação da amamentação foi associado a maior prevalência de aleitamento materno em neonatos a termo, nascidos de parto cesárea e em prematuros no momento da alta hospitalar. CONCLUSÕES: parece haver uma influência favorável do uso do copo sobre o aleitamento materno, embora a presente revisão não seja conclusiva e definitiva.OBJECTIVES: to review randomized clinical trials that investigated breastfeeding prevalence and/or duration at maternity discharge and/or during first year of life, in term or premature infants. The focus was on studies that have included neonates fed by cup or by bottle during their hospital stay. METHODS: authors examined articles published in English or Portuguese between 1996 and 2006, and included on the Medline, Lilacs and Scielo databases. The following keywords were used: "breastfeeding + bottle feeding" plus "prevalence", "feeding methods", "duration", "low birth weight", "premature" and "neonate". RESULTS: five articles met the inclusion criteria. The number of subjects covered ranged from 14 to 686, amounting to a total of 1552 infants. Cup-feeding for

  14. Automedicação em nutrizes e sua influência sobre a duração do aleitamento materno Self-medication in nursing mothers and its influence on the duration of breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto G. Chaves

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a prática da automedicação em nutrizes, principais fármacos utilizados e influência sobre a duração do aleitamento materno. MÉTODOS: Estudo longitudinal tipo coorte realizado com 246 mulheres assistidas na maternidade do Hospital Manoel Gonçalves, em Itaúna (MG. O acompanhamento às mães e recém-nascidos foi realizado mensalmente nos primeiros 12 meses após o parto ou até a interrupção da amamentação. O efeito da prática da automedicação sobre o tempo de aleitamento materno foi analisado por análise multivariada, a partir do modelo de regressão de Cox, com covariáveis dependentes do tempo. RESULTADOS: A automedicação foi praticada por 52,4% das nutrizes. As classes farmacológicas mais utilizadas foram os analgésicos/antipiréticos (54,4%, anti-inflamatórios não-esteroides (15%, espasmolíticos (6,2%, laxantes (3,5%, benzodiazepínicos (3%, descongestionantes nasais (1,4% e antibióticos (0,9%. Os fármacos mais utilizados foram dipirona (31,5% e paracetamol (17,9%. A prática de automedicação associou-se à maior probabilidade de uso de medicamentos com risco de efeitos adversos sobre o lactente ou sobre a lactação (p = 0,000. Contudo, a prática da automedicação não foi associada ao desmame (p = 0,135. CONCLUSÕES: A elevada frequência de automedicação entre as nutrizes e o uso de medicamentos com risco de efeitos indesejáveis sobre o lactente e na produção láctea revelam a necessidade de melhor orientação sobre os riscos da automedicação pelas nutrizes. Contudo, a prática da automedicação não se revelou um fator de risco para o desmame.OBJECTIVE: To investigate the practice of self-medication by nursing mothers, the main drugs used and the influence on the duration of breastfeeding. METHODS: A longitudinal cohort study involving 246 women seen at the maternity unit of Hospital Manoel Gonçalves in Itaúna, state of Minas Gerais, Brazil. A monthly follow-up of mothers and

  15. Fatores associados com a duração do aleitamento materno

    OpenAIRE

    Chaves,Roberto G.; Lamounier,Joel A.; César,Cibele C.

    2007-01-01

    OBJETIVOS: Determinar os índices de aleitamento materno exclusivo e complementado e identificar variáveis que interferem na prática da amamentação no município de Itaúna (MG). MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado com 246 mulheres assistidas na maternidade do Hospital Manoel Gonçalves, no município de Itaúna (MG). O acompanhamento das mães e recém-nascidos foi realizado mensalmente nos primeiros 12 meses após o parto ou até a interrupção da amamentação. A análise da duração do aleitamento ma...

  16. Aleitamento materno: como é vivenciado por mulheres assistidas em uma unidade de saúde de referência na atenção materno-infantil em Teresina, Piauí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramos Carmen Viana

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: ampliar a compreensão acerca de como as mulheres que desmamaram os seus filhos antes do quarto mês de vida percebem a amamentação e a assistência recebida no curso do ciclo gravídico-puerperal. MÉTODOS: adotou-se a Teoria das Representações Sociais como referencial teórico-metodológico. Ao todo foram entrevistadas 24 mulheres com base num questionário semi-estruturado. A análise dos dados se deu a partir do método de análise de conteúdo. RESULTADOS: a análise do discurso das entrevistadas permitiu evidenciar um verdadeiro descompasso entre o discurso proferido pela instituição, em favor da amamentação exclusiva até o sexto mês de vida, e a vivência das mulheres com relação a este ato, que se traduziu na impossibilidade de cumprir tal orientação frente as suas condições concretas de vida. CONCLUSÕES: os resultados revelaram a necessidade de uma urgente reformulação nos referenciais que embasam as ações de saúde voltadas para essa área, com vistas a contemplar, além dos determinantes biológicos, os condicionantes socioculturais que permeiam a amamentação.

  17. ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO E AUTOEFICÁCIA MATERNA ENTRE MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA POR PARCEIRO ÍNTIMO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Marina Bandim Mariano

    2016-01-01

    Full Text Available Este estúdio tiene como evaluar la práctica de la lactancia materna entre mujeres em situación de violência del compañero íntimo durante elembarazo actual para la duración de lan lactancia materna exclusiva, el nivel de autoeficacia de amamantar y factores relacionados a la iniciación, el establecimiento de la lactancia y el destete precoz. Estudio transversal. 63 mujeres participaron em situación de violência del compañero íntimo em el embarazo actual, identificado por encuesta em el servicio prenatal. La recolección de datos se realizo em el prenatal y postparto. Se utilizo um cuestionario de identificación de violência del compañero íntimo, Breastfeeding Self-Efficacy Scale y información de los registros médicos. El promedio de días de lactancia materna exclusiva fue 19,08. No hubo asociacióne stadísticamente significativa entre la duración de la lactancia materna exclusiva a los 30 y 70 días después del parto y tipos de violência del compañero, asi como prácticas de cuidado con nível de autoeficacia de amamentar. Se encontro asociación entre el tipo de lactancia materna a los 30 y 70 días después del parto y mejores condiciones vitales de lo recien nacido con el nível de autoeficacia de amamentar.

  18. Reflexões sobre a prática do aleitamento materno Reflexions about breastfeeding's practices

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isilia Aparecida Silva

    1996-04-01

    Full Text Available O trabalho traz uma análise sobre o aleitamento materno, fazendo reflexões sobre os indicadores determinantes da situação atual, buscando identificar os elementos fins e meios para atingir o cenário idealizado para o futuro da prática do amamentar.The autor makes analises of breast feeding, doing a reflexion about the mainly indicators who has determined the atual situation, looking for identify ways for win the ideal cenary to future of breast feeding.

  19. Fatores associados à duração do aleitamento materno em três municípios na região do Alto Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil Factors associated with breastfeeding duration in three cities in the region of Alto Jequitinhonha, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco José Ferreira da Silveira

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi identificar e analisar as variáveis associadas à menor duração do aleitamento materno em três municípios da região do Alto Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil. Este foi um estudo do tipo transversal, com dados retrospectivos, em três municípios da região. Foram consideradas, para o estudo, todas as crianças com até 24 meses de idade. A análise estatística foi feita utilizando-se o método de Kaplan-Meier e o modelo de regressão de Cox. Foram estudadas 450 crianças. Três variáveis foram associadas com a duração do aleitamento materno: risco de interrupção precoce 1,59 [1,08;2,36] vez maior se a escolaridade paterna for maior ou igual ao segundo grau completo, 1,52 [1,00;2,34] vez maior quando o pai não reside com a criança e 3,07 [2,17;4,34] vezes maior quando as crianças usaram chupeta. Assim sendo, maior escolaridade paterna, uso de chupeta pela criança e o fato de o pai não residir com a criança foram os fatores associados com menor duração do aleitamento materno.The objective of this study was to identify and analyze variables associated with shorter duration of breastfeeding in the Alto Jequitinhonha region, Minas Gerais, Brazil. This was a cross-sectional study, using retrospective data, in three cities of the region. All children up to 24 months of age were considered in the study, with a total sample of 450 children. Statistical analyses employed the Kaplan-Meier method and Cox regression model. Three variables were found to be associated with breastfeeding duration. Risk of premature interruption was 1.59 [1.08;2.36] times higher if the father had completed the second grade or greater in school, 1.52 [1.00;2.34] times higher if the father did not live with the child, and 3.07 [2.17;4.34] times higher if child had used a pacifier. Thus, greater education of fathers, use of pacifiers by children, and fathers not living with the children were factors associated with shorter duration of

  20. Avaliação da promoção do aleitamento materno em Hospitais Amigos da Criança Evaluación de la promoción de la lactancia materna en hospitales amigos del niño Evaluation of breastfeeding promotion in Baby-Friendly Hospitals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mateus Freire L Souza

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o cumprimento dos Passos 4 a 10 dentre os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno, preconizados pela Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC, criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS. MÉTODOS: Estudo descritivo de corte transversal. Foram realizadas entrevistas com 100 puérperas nos dois hospitais credenciados pela IHAC em Salvador. Não foram incluídas mães ou recém-nascidos que não poderiam oferecer ou receber aleitamento materno exclusivo, respectivamente.Questionou-se sobre história obstétrica, aleitamento materno anterior, atendimento pré-natal e aspectos relacionados aos Passos Para o Sucesso do Aleitamento Materno. As questões foram elaboradas de acordo com os Critérios Globais para a IHAC. No mínimo 80% das mães deveriam responder de forma satisfatória às perguntas correspondentes a cada passo para que ele fosse considerado como cumprido. Foi feita descrição de frequências para avaliar as respostas. RESULTADOS: O cumprimento foi insatisfatório para o Passo 4 (suporte ao aleitamento materno após o parto - 58%, Passo 5 (aleitamento exclusivo durante a internação - 77% e Passo 10 (encaminhamento para grupo de suporte ao aleitamento materno - 5%. Outros passos demonstraram bons resultados: Passo 6 (oferta de substitutos do leite materno - 19%, Passo 7 (prática do alojamento conjunto - 91% e Passo 9 (não uso de chupetas e mamadeiras - 100%. CONCLUSÕES: Houve boa aderência a alguns aspectos dos Critérios Globais da IHAC. Evidencia-se, no entanto, a necessidade de se ampliarem as discussões sobre os critérios para manter o título de "Hospital Amigo da Criança", uma vez que os resultados foram insatisfatórios em relação aos Passos 4, 5 e 10.OBJETIVO: Evaluar el cumplimiento de los Pasos 4 a 10 entre los Diez Pasos para el Éxito de la Lactancia Materna, preconizados por la Iniciativa Hospital Amigo del Niño (IHAC, creada por la OMS. MÉTODOS: Estudio descriptivo de corte

  1. Situação do aleitamento materno em população assistida pelo programa de saúde da família-PSF Situación de la lactancia materna en populación asistida por el programa de salud de la familia - PSF Breast feeding in a population attended by the family health program - FHP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Maria Garcia de Lima Parada

    2005-06-01

    Full Text Available Este estudo objetivou identificar a prevalência dos diferentes tipos de aleitamento e sua relação com variáveis maternas no município de Conchas-SP, totalmente coberto pelo PSF. Foram obtidas informações sobre a alimentação atual das crianças menores de um ano que compareceram à primeira etapa da Campanha de Multivacinação de 2003. As associações foram submetidas ao teste do qui-quadrado, adotando-se 5% como nível de significância estatística. As prevalências do Aleitamento Materno Exclusivo (AME e do Aleitamento Materno Predominante (AMP, em menores de 4 meses de vida, foram 25,4 e 44,4%, respectivamente, e 66,7% do total de crianças menores de um ano ainda eram amamentadas. A prevalência do AME em menores de 6 meses foi heterogênea, variando de 7,4 a 41,2%, conforme a equipe do PSF de procedência das crianças. Ter passado por dificuldades no início do aleitamento associou-se a menores prevalências de AME e Aleitamento Materno (AM. Esses resultados evidenciam situação distante da recomendada pela Organização Mundial de Saúde e aquela para a qual há evidências de máximo efeito protetor à saúde infantil, reafirmam a necessidade de apoio às mães no período puerperal precoce e demonstram a importância de diagnósticos desagregados por regiões para o planejamento de ações de promoção ao AM.Este estudio tuvo como objetivo identificar la prevalencia de los diferentes tipos de lactancia y su relación con variables maternas en el municipio de Conchas-SP, Brasil, totalmente cubierto por el PSF. Recopilamos informaciones sobre la alimentación actual de los niños de hasta un año de edad que participaron de la primera etapa de la Campaña de Multivacunación de 2003. Las asociaciones fueron sometidas al test del qui-cuadrado, adoptándose pThis study aimed to identify the prevalence of different types of breastfeeding and how they relate to maternal variables in the municipality of Conchas, São Paulo, Brazil

  2. TECNOLOGIA, CULTURA E MEIO AMBIENTE: DETERMINANTES DAS PRÁTICAS DO ALEITAMENTO MATERNO NO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marluce Martins Machado da Silveira

    2013-09-01

    Full Text Available A importância do aleitamento materno foi consagrada no século XX assim como sua total compatibilidade com a vida moderna das mulheres. Inúmeras são as evidências científicas comprovando os benefícios do leite materno para o bebê, a mãe, a família e a sociedade. Os Bancos de Leite Humano têm permitido que prematuros e recémnascidos impossibilitados de sugar recebam este benefício. Os baixos índices de aleitamento materno no Brasil refletem uma contradição que não pode ser explicada sem a visão de nossa natureza híbrida, assim como da interferência da industrialização do mundo moderno. Ao refletirmos sobre as influências culturais, ambientais e tecnológicas um grande cenário se abre sobre nós. As iniqüidades de gênero, a falta de autonomia da mulher o papel da mulher na sociedade refletem os interesses econômicos, políticos e sociais que historicamente se solidificam. Concluímos que a visão integral da mulher e o respeito às suas decisões são direitos que devem ser assegurados pelos profissionais da saúde e por toda a sociedade.

  3. Influenciadores da intenção do comportamento do aleitamento materno – um estudo exploratório no âmbito do Marketing Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oliva Dourado Martins

    2012-12-01

    Full Text Available Ao considerando as Teorias do Comportamento do Consumidor, esta investigação visa explorar as principais variáveis no âmbito do Marketing Social, para desenvolver um modelo de análise para descrever e explicar a intenção da mãe no comportamento do aleitamento materno. Pelo facto de o comportamento do aleitamento materno ter sido pouco referenciado no âmbito do marketing social, optou-se por utilizar uma investigação exploratória qualitativa através de 10 entrevistas em profundidade sustentadas por um roteiro de questões semi-abertas. A unidade de estudo da investigação exploratória foi o profissional de saúde envolvido na proteção, promoção e suporte ao aleitamento materno em Portugal. Alguns dos actuais modelos de análise da intenção do comportamento existentes na literatura utilizam o conhecimento como uma variável exógena para influenciar a atitude. Porém, nos estudos mais recentes, concluiu-se que o conhecimento tem pouca significância no processo de intenção do aleitamento materno. Como resultado desta investigação, verificou-se que a auto-estima, que ainda não se encontrava presente nos actuais modelos de análise da intenção do comportamento, foi confirmada nas entrevistas como uma possível variável a ser testada. Como principais limitações, além de ser uma investigação de natureza qualitativa exploratória fundamentada num modelo específico de análise da intenção, pode ressaltar-se o facto de o modelo ter sido desenvolvido especificamente para o comportamento em questão e ainda não ter sido testado. Propõe-se então um novo modelo de análise da intenção do comportamento.

  4. Fatores associados com a duração do aleitamento materno Factors associated with duration of breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto G. Chaves

    2007-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar os índices de aleitamento materno exclusivo e complementado e identificar variáveis que interferem na prática da amamentação no município de Itaúna (MG. MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado com 246 mulheres assistidas na maternidade do Hospital Manoel Gonçalves, no município de Itaúna (MG. O acompanhamento das mães e recém-nascidos foi realizado mensalmente nos primeiros 12 meses após o parto ou até a interrupção da amamentação. A análise da duração do aleitamento materno exclusivo e complementado foi realizada utilizando procedimentos de análise de sobrevivência. O efeito das co-variáveis sobre o tempo de aleitamento foi avaliado através do modelo de regressão de Cox. RESULTADOS: A prevalência de aleitamento materno exclusivo no sexto mês foi de 5,3%, e de aleitamento materno aos 12 meses, 33,7%. A mediana de aleitamento materno exclusivo foi de 40 dias, e a mediana de aleitamento materno, 237 dias. A análise multivariada mostrou associação negativa (p 9 consultas, uso de álcool ou tabaco, tempo da primeira mamada (> 6 horas e uso de chupeta. CONCLUSÕES: Os índices de aleitamento materno no município de Itaúna (MG estão muito abaixo daqueles preconizados pela Organização Mundial da Saúde. As principais variáveis relacionadas negativamente ao tempo de aleitamento materno exclusivo e complementado estão associadas à assistência materno-infantil, sendo, portanto, passíveis de intervenção.OBJECTIVES: To determine rates of exclusive breastfeeding and of complementary feeding and to identify variables that interfere with breastfeeding in the municipality of Itaúna, MG, Brazil. METHODS: A longitudinal study was undertaken enrolling 246 women who gave birth at the maternity unit of the Manoel Gonçalves Hospital, in Itaúna, MG. The mothers and their infants were seen monthly for the first 12 months after birth or until they stopped breastfeeding. Survival analysis procedures were

  5. Uso de chupeta e aleitamento materno exclusivo Uso del chupete y amamantamiento materno exclusivo Use of pacifier and exclusive breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela de Oliveira Demitto

    2013-06-01

    Full Text Available Estudo quantitativo cujos objetivos foram comparar o tempo de Aleitamento Materno Exclusivo (AME entre os grupos de idade de início do uso da chupeta e verificar a presença de associação entre o uso da chupeta e a interrupção precoce do AME. A amostra foi de 362 crianças cujas mães realizaram o pré-natal na atenção básica de saúde de Maringá, 2009. Utilizaram-se a análise ANOVA não paramétrica de Kruskal-Wallis, qui-quadrado e razão de chances. Mais da metade das crianças não fazia uso de chupeta; entre as que usavam, em 26,51% dos casos, ela foi introduzida no primeiro mês. Não foi encontrada diferença significativa entre o tempo de AME e as faixas de idade de início do uso da chupeta; no entanto, encontrou-se significância entre o grupo de crianças que não usaram chupeta com os demais grupos (pEstudio cuantitativo cuyos objetivos fueron comparar el tiempo del Amamantamiento Materna Exclusivo (AME entre los grupos etarios de uso temprano del chupete y verificar la presencia de una asociación entre el uso del chupete y la interrupción temprana del AME. La muestra fue realizada con 362 niños, cuyas madres recibieron atención prenatal en las Unidades Básicas de Salud de Maringá, en 2009. Se utilizó la prueba no paramétrica ANOVA de Kruskal-Wallis, la relación de Qui-Quadrado y las probabilidades. Más de la mitad de los niños no usaban chupete, entre los que usan, el 26,51% de los casos, el mismo fue introducido en el primer mes de vida. No se encontró diferencia significativa entre la duración del AME y de los grupos etarios de uso temprano del chupete, sin embargo, se encontró significación entre el grupo de niños que no usaban chupete con los otros grupos (p This is a quantitative study whose objectives were to compare the time of exclusive breastfeeding (EBF among the age groups of early pacifier use and verify the presence of an association between pacifier use and early discontinuation of EBF. The

  6. Enfermagem e aleitamento materno: combinando práticas seculares Nursing and breastfeeding: an eldest practicies combination

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isília Aparecida Silva

    2000-12-01

    Full Text Available A assistência à prática da amamentação, como um dos fatores de promoção à saúde materno-infantil, tem sido incrementada através de inúmeras iniciativas de órgãos governamentais e não governamentais. No entanto, a mulher ainda encontra dificuldades para o acesso à assistência especializada para resolução de problemas relativos ao aleitamento e lactação, após a alta hospitalar. Relatamos aqui o Programa de Atendimento Domiciliar ao Binômio, que tem como objetivo o apoio e orientação às nutrizes, em seu domicílio. A assistência constitui-se no ensino de técnicas simplificadas de manejo do aleitamento, e segue um modelo teórico construído com base no Interacionismo Simbólico. Todas as mulheres atendidas conseguiram manter a amamentação ou relactar com sucesso.Support for breastfeeding, one of the factors contributing to mother-child wellbeing, has increased through innumerable government and non-government iniciatives. Despite this, women still have difficulty finding specialised help to solve problems related to breastfeeding and lactation after discharge from hospital. We describe the Domiciliary Attendance to Mother and son, whose aim it is to give assistance and advice to mothers in their homes. This assistance consists of teaching simplified breastfeeding management techniques, based on the Symbolic Interactionism Model. All the women assisted under this program have been able to continue breastfeeding or to re-lactate succes fully.

  7. Aleitamento materno exclusivo entre trabalhadoras com creche no local de trabalho Exclusive breastfeeding among working women with free daycare available at workplace

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José Duarte Osis

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar os fatores relacionados à decisão das mulheres em amamentar e a duração planejada e, de fato observada, do aleitamento exclusivo entre trabalhadoras que dispõem de creche na empresa. MÉTODOS: Estudo qualitativo no qual se comparou um grupo de 15 trabalhadoras cujos bebês estavam sendo alimentados apenas com leite materno quando começaram a freqüentar a creche da empresa com outro similar que incluía mulheres cujos bebês que, ao ingressar, já estavam recebendo, além do leite materno, outros alimentos. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e grupos focais. RESULTADOS: Evidenciaram-se como fatores relacionados à decisão de iniciar a amamentação e mantê-la ao retornar ao trabalho: o desejo de amamentar, embasado no valor que as mulheres dos dois grupos atribuíam ao aleitamento materno, bem como seus maridos e outras pessoas significativas (por exemplo: mãe, irmã, amigas. A duração do aleitamento exclusivo relacionou-se principalmente à orientação do pediatra que cuidava do bebê, que foi distinta em cada um dos grupos estudados. CONCLUSÃO: A existência da creche no local de trabalho aparece como elemento relevante para a manutenção do aleitamento após a licença de maternidade, especialmente o materno exclusivo. A decisão sobre quanto tempo amamentar de forma exclusiva esteve relacionada às informações recebidas acerca do assunto antes e durante a gestação, e no pós-parto. A diferença entre os dois grupos estudados foi que as mulheres que mantiveram o aleitamento exclusivo por quase seis meses acreditavam que quanto mais tempo dessem somente o leite materno, mais benefícios o bebê teria, enquanto as mulheres do outro grupo acreditavam que três meses de aleitamento exclusivo eram suficientes.OBJECTIVE: To investigate factors related to the decision of exclusive breastfeeding, and the planned and the actual duration among working women with free daycare available at workplace

  8. Aleitamento materno e uso de medicamentos durante a lactação Breastfeeding and use of medications during lactation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Antonio Del Ciampo

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer aspectos da utilização de medicamentos durante o período de aleitamento materno entre mães de crianças com idades iguais ou menores que seis meses. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo, com entrevistas a todas as mães de crianças com idades iguais ou menores que seis meses, atendidas em serviço de atenção básica à saúde durante um período de seis meses, e que, por questionário estruturado, informaram sobre o consumo de medicamentos durante a lactação. RESULTADOS: Foram entrevistadas 502 mães, das quais 341 (68% referiram ter utilizado um ou mais medicamentos. Destas, 316 (93% seguiram prescrição de receitas médicas e 25 (7% o fizeram por conta própria. Os medicamentos mais utilizados foram sais de ferro e vitaminas (59%, analgésicos/antitérmicos/antiinflamatórios (15%, hormônios (12%, antibióticos (7%, antieméticos (2%. Apenas três (1% pacientes interromperam o aleitamento materno devido à necessidade da utilização de carbonato de lítio. CONCLUSÕES: Considerando-se que grande parte das lactantes utiliza algum medicamento durante o período de lactação, destaca-se a importância da divulgação de conhecimentos sobre fisiologia humana, bioquímica e das propriedades farmacológicas dos medicamentos, visto que o uso inadequado de fármacos e o desconhecimento de suas relações com o leite humano podem levar a prejuízos, tanto pela passagem do medicamento através do leite para o lactente, como pela interrupção precipitada do aleitamento materno.OBJECTIVE: Study the profile of medicines used by breastfeeding mothers of infants during the first six months of life. METHODS: This cross-sectional descriptive study enrolled all breastfeeding mothers of infants aged birth to six months, assisted at health care centers during a period of six months. A structured questionnaire regarding medicines used during theses 6-month breastfeeding period was answered by the mothers. RESULTS: 502 mothers

  9. Aleitamento materno em prematuros: atuação fonoaudiológica baseada nos pressupostos da educação para promoção da saúde Breastfeeding in premature babies: speech-language and audiology performance based on education for health promotion concepts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Conceição Carneiro Pessoa de Santana

    2010-03-01

    Full Text Available O artigo relata experiência de atuação fonoaudiológica baseada nos pressupostos da educação em saúde direcionada à promoção do aleitamento exclusivo em prematuros internados em uma maternidade de referência em alto risco. No trabalho desenvolvido, estratégias multiprofissionais realizadas com grupos e de forma individualizada foram combinadas, criando espaços dialógicos com as puérperas e seus familiares e a prevalência de aleitamento materno exclusivo aumentou nos últimos três anos na enfermaria. Houve grande participação dos envolvidos nas atividades propostas, desde a admissão da puérpera na enfermaria ao processo da alta hospitalar. A estratégia adotada permitiu detectar as intervenções mais efetivas e as que deverão ser reformuladas com toda equipe. Do ponto de vista teórico e metodológico, a experiência também permitiu observar os limites e potencialidades de ações que aproximam a área do saber científico e a promoção do aleitamento materno efetiva em atividades transdisciplinares. Considerar a educação em saúde como disciplina de ação significa dizer que o trabalho é dirigido para atuar sobre o conhecimento das pessoas, para que elas desenvolvam juízo crítico e capacidade de intervenção sobre suas próprias vidas e sobre o ambiente com o qual interagem e, assim, criarem condições para se apropriarem de sua própria existência.This paper reports an experience of a speech-language and audiology (SLP team based on health promotion and education to contribute for the maintainance of exclusive breastfeeding in premature newborns in a high-risk maternity. In the process, a multiprofessional group and individual strategies were combined, producing dialogic settings along with puerperals and their families. Exclusive breastfeeding increased comparing with the last three years before these approach and greater participation of the team and relatives involved in these activities since the pregnant

  10. A musicoterapia pode aumentar os índices de aleitamento materno entre mães de recém-nascidos prematuros: um ensaio clínico randomizado controlado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha N. S Vianna

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o impacto da musicoterapia nos índices de aleitamento materno entre mães de recém-nascidos prematuros. MÉTODO: Neste ensaio clínico controlado, randomizado e aberto, mães de neonatos prematuros com peso < 1.750 g foram submetidas a sessões de musicoterapia três vezes por semana durante 60 minutos. Os desfechos foram os índices de aleitamento materno na ocasião da alta hospitalar do bebê e em consultas de seguimento (7-15 dias, 30 e 60 dias após a alta. RESULTADOS: Foram avaliadas 94 mães (48 no grupo da musicoterapia e 46 no grupo controle. O aleitamento materno foi significativamente mais frequente no grupo da musicoterapia na primeira consulta de seguimento [risco relativo (RR = 1,26; intervalo de confiança de 95% (IC95% = 1,01-1,57; p = 0,03; número necessário para tratar (NNT = 5,6]. Esse grupo também apresentou índices mais elevados de aleitamento materno na ocasião da alta do bebê (RR = 1,22; IC95% = 0,99-1,51; p = 0,06; NNT = 6,3, e 30 e 60 dias após a alta (RR = 1,21; IC95% = 0,73-5,66; p = 0,13 e RR = 1,28; IC95% = 0,95-1,71; p = 0,09, respectivamente, mas esses resultados não foram estatisticamente significativos. CONCLUSÕES: Este estudo demonstrou que a musicoterapia teve efeito significativo no aumento do índice de aleitamento materno entre mães de recém-nascidos prematuros na primeira consulta de seguimento, e uma influência positiva (embora não significativa que se estendeu até 60 dias depois da alta. A musicoterapia pode ser útil para elevar os índices de aleitamento materno entre mães de prematuros.

  11. As representações sociais do aleitamento materno para mães de prematuros em unidade de cuidado canguru Representaciones sociales de la lactancia materna para madres de prematuros en el cuidado canguro Social representations on breastfeeding according to preterm infants' mothers in kangaroo care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marly Javorski

    2004-12-01

    Full Text Available Os objetivos do estudo foram identificar as representações sociais sobre aleitamento materno de pré-termo, em unidade de Cuidado Canguru, sob a óptica das mães que estão amamentando, e descrever os conflitos e contradições que eles vivenciam nesse contexto institucional. A pesquisa utiliza-se de uma abordagem qualitativa em que foi empregado o primeiro estágio da análise de enunciação à luz da Teoria das Representações Sociais. As representações encontradas são: os bebês saudáveis são alimentados no peito, o leite materno confere a proteção e a preservação da vida de uma criança prematura, o aleitamento materno é o complemento da maternidade e amamentar um bebê prematuro é uma experiência difícil e desgastante. Os conflitos são decorrentes da assimilação de conteúdos e discurso técnico, sucção tardia e representações sobre leite materno.Los objetivos del estudio fueron identificar las representaciones sociales de la lactancia materna al bebe prematuro en la unidad de cuidado canguro bajo la óptica de las madres que están amamantando y describir los conflictos y contradicciones que vivencian en el contexto institucional. Fue adoptada una aproximación cualitativa, empleándose la primera fase del análisis de enunciación a la luz de la teoría de representaciones sociales. Las representaciones encontradas son: Los bebes saludables son alimentados a pecho, la leche materna da protección y preservación de la vida a un niño prematuro, la lactancia materna es el complemento de la maternidad y dar lactancia a un bebe prematuro es una experiencia difícil y desgastante. Los conflictos y contradicciones resultan de la asimilación de contenidos y discurso técnico, succión tardía y representaciones sobre la leche materna.This study aimed to identify the social representations on premature infants' breastfeeding at a Kangaroo Care Unit, from the perspective of mothers who are breastfeeding and describe the

  12. Análise da efetividade de um programa de incentivo ao aleitamento materno exclusivo em comunidade carente na cidade de São Paulo Effectiveness analysis of an exclusive breast feeding program in a poor community in the city of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Zanon Narchi

    2005-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar a efetividade do Programa de Incentivo ao Aleitamento Materno Exclusivo implantado em uma comunidade carente do município de São Paulo a fim de redirecionar-lhe as ações. MÉTODOS: pesquisa descritivo-exploratória, retrospectiva, quantitativa, com dados coletados nas 56 fichas de mulheres atendidas pelo Programa no período de agosto de 2002 a novembro de 2003. Variáveis: situação empregatícia, idade, número de filhos e tipo de assistência recebida no parto e nascimento; adesão e abandono às consultas; motivos de abandono; situação do aleitamento no momento da alta. RESULTADOS: 100% das mulheres não trabalhavam, 39,3% eram adolescentes, 48,2% eram primíparas, 67,9% referiram parto normal, 78,6% permaneceram em sistema alojamento conjunto e 68,6% não referiram contato precoce com o bebê após o parto; 51,8% de adesão ao Programa e 48,2% de abandono por motivos desconhecidos. No momento da alta, 17,3% das mães referiram aleitamento exclusivo durante os seis meses, 58,6% misto e 24,1% artificial. O desmame precoce ocorreu em média aos 96 dias de vida do bebê. CONCLUSÕES: evidenciou-se que o Programa, apesar da aparente baixa efetividade, necessita ser mantido pelo benefício que traz ao binômio mãe-filho tendo em vista as condições socioeconômicas daquela comunidade, sendo necessárias novas estratégias que melhorem a adesão e a média de aleitamento exclusivo.OBJECTIVES: to analyze effectiveness of an exclusive breast feeding program in a needy community in the city São Paulo in order to redirect its actions. METHODS: descriptive-exploratory survey, retrospective, quantitative with data collected in 56 medical files of women seen by the Program from August 2002 to November, 2003. Variables: employment status, age, number of children and type of care received during delivery and birth; adhesion and abandonment of medical visits; reasons for abandonment; nursing situation at discharge. RESULTS: 100

  13. Freqüência e variáveis associadas ao aleitamento materno em crianças com até 12 meses de idade no município de Araçatuba, São Paulo, Brazil Frequency and associated variables to breastfeeding among infant up to 12 months of age in Araçatuba, State of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nemre Adas Saliba

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a prevalência do aleitamento materno em crianças assistidas em Araçatuba, São Paulo, Brasil; verificar a associação com variáveis materno-infantis e o conhecimento das mães sobre a relação da amamentação com saúde bucal. MÉTODOS: estudo transversal. Os dados foram coletados durante a Campanha Nacional de Vacinação, em 2005. Foram entrevistadas 100 mães de crianças com até 12 meses de idade. A freqüência do aleitamento foi estimada por meio da análise de sobrevivência, e foram realizadas análises estatísticas para verificação da associação entre aleitamento e variáveis independentes. RESULTADOS: a prevalência do aleitamento aos 6 e 12 meses foi de 22,2% (exclusivo e 65% (total. A duração mediana da amamentação exclusiva foi de 3,65 meses. As variáveis associadas ao desmame foram uso de mamadeira (χ2=9,537; p=0,002 e chupeta (χ2= 14,667; p=0,001. Poucas mães (33 demonstraram saber a influência do aleitamento sobre a saúde bucal de seus filhos, sendo o cirurgião-dentista o profissional mais citado como responsável por essa informação. CONCLUSÕES: a prevalência da amamentação foi satisfatória, porém foram baixas as taxas de aleitamento exclusivo, e como fatores determinantes destacaram-se o uso de mamadeiras e chupetas associado ao desmame. É dever de órgãos governamentais, meios de comunicação e profissionais de saúde compactuarem ações efetivas em prol do aleitamento.OBJECTIVES: to evaluate the prevalence of breastfeeding among infants receiving care in Araçatuba, in the State of São Paulo, Brazil; to assess associated variables relating to mother and child and the mother's knowledge regarding the relationship between breastfeeding and oral health. METHODS: cross-sectional study. Data was collected during the National Immunization Campaign, in 2005. One hundred mothers of children up to 12 months of age were interviewed. The frequency of breastfeeding was estimated

  14. Bebês pré-termo: aleitamento materno e evolução ponderal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anelize Helena Sassá

    2014-07-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi identificar fatores associados à prática do aleitamento materno (AM, ao ganho ponderal e ao estado nutricional de bebês pré-termos durante os seis primeiros meses de vida e verificar correlação entre essas variáveis e características maternas e neonatais. Estudo analítico, tipo coorte, realizado com 42 bebês pré-termos nascidos entre maio e outubro de 2008. A prevalência de AM foi de 40,5% aos seis meses e a média de ganho ponderal variou entre 18 e 40g/dia. A prática de AM esteve associada ao menor peso e à menor idade gestacional de nascimento. O ganho ponderal apresentou correlação positiva com a idade gestacional e o peso ao nascer, a idade materna e a prática do AM aos 15 dias após a alta. Ser prematuro não impediu a prática do AM; entretanto, o ganho ponderal foi maior entre aqueles nascidos com melhores condições de crescimento e maturação intrauterina.

  15. Desempenho de bezerros leiteiros em aleitamento artificial convencional ou fracionado

    OpenAIRE

    Azevedo,Rafael Alves de; Rufino,Sâmara Raiany de Almeida; Duarte,Douglas Vinícius Lage; Soares,Ana Claudia Maia; Geraseev,Luciana Castro

    2014-01-01

    Objetivou-se avaliar o consumo, o desempenho e a incidência de diarreia de bezerros da raça Holandesa, além de realizar análise técnica e econômica dos sistemas artificiais de aleitamento convencional e fracionado. Foram utilizados 22 animais, sendo 12 machos e 10 fêmeas, com peso corporal inicial médio de 37,26kg (±3,42), distribuídos em delineamento em blocos casualizados, de acordo com o sexo, alojados em baias individuais até os 59 dias de idade dos animais. O aleitamento convencional con...

  16. Medindo o impacto da promoção do aleitamento materno em serviços de atenção primária à saúde em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil Measuring the impact of promoting breastfeeding in primary health care services in Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilda B. Neutzling

    1993-06-01

    Full Text Available Através da aplicação de um questionário padronizado a todas as mães que procuraram os serviços de puericultura das unidades sanitárias (US da Universidade Federal de Pelotas (UFPel, RS, em setembro de 1990, buscou-se conhecer o impacto dos grupos de gestantes na promoção do aleitamento materno. Os resultados obtidos para 347 crianças revelaram que quase metade delas pertencia a famílias com renda inferior a dois salários mínimos mensais; 1/4 de suas mães apresentavam escolaridade inferior a quatro anos, sendo estas as que mais frequentaram os grupos. Apesar da maioria das mães ter feito pré-natal e pouco menos da metade ter participado dos grupos de gestantes, 1/3 das crianças estavam desmamadas aos três meses de idade e cerca de 80% delas haviam recebido chás nos primeiros meses. Os dados obtidos revelam um serviço com sérias deficiências em incentivar o aleitamento e em retardar a introdução de outros alimentos na dieta infantil. Espera-se, a partir dos dados obtidos, poder contribuir para a reestruturação dos programas existentes, bem como poder demonstrar que, a partir de recursos mínimos e de uma metodologia relativamente simples, é possível avaliar a qualidade dos serviços oferecidos à população.All mothers with children enrolled in the Program for Child Growth and Development at primary care units belonging to the Federal University of Pelotas (UFPel in the state of Rio Grande do Sul, Brazil, were interviewed with a standardized questionnaire. This research aimed to assess the impact of the "Groups of Expecting Mothers" in the promotion of breastfeeding. The family income of almost half of the 347 children studied was two times the minimum wage. About 1/4 of the children's mothers had spent less than four years in school, and these were the mothers who attended the Groups most frequently. Most of the mothers received prenatal care and nearly half of then participated in the Groups. In contrast, 1/3 of the

  17. O aleitamento materno no tratamento de crianças com fenilcetonúria Breastfeeding in the treatment of children with phenylketonuria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane C. Kanufre

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o efeito do leite materno como fonte de fenilalanina (phe nos níveis sangüíneos desse aminoácido e no crescimento de fenilcetonúricos. MÉTODOS: Foram estudados 35 fenilcetonúricos que mantiveram leite materno, e os resultados foram comparados com os de 35 lactentes que usaram fórmula láctea comercial. Os grupos foram pareados por sexo e por idade à suspensão do aleitamento materno. Os dados foram analisados até a suspensão do leite materno ou durante 12 meses de acompanhamento. O grupo amamentado recebeu "fórmula especial" isenta em phe, em mamadeira a cada 3 horas, e leite materno em livre demanda nos intervalos. Os níveis sangüíneos de phe, coletados semanalmente até 6 meses e quinzenalmente até 1 ano de idade, foram analisados durante a amamentação. Foram comparados o tempo necessário para adequação dos níveis sangüíneos de phe, após o início do tratamento, utilizando o teste de Wilcoxon e os dados antropométricos, pelo teste t de Student pareado, utilizando o escore z. As dosagens de phe foram analisadas durante a amamentação. RESULTADOS: O tempo mediano para adequação dos níveis de phe no sangue foi de 8 dias para o grupo amamentado e de 7 dias para o grupo controle. As dosagens de phe estavam adequadas em 87% das vezes para o grupo amamentado e em 74,4% para o grupo controle. Na avaliação antropométrica, a maioria das crianças, de ambos os grupos, apresentou escore z > -2. CONCLUSÃO: A manutenção do aleitamento materno, durante o tratamento, mostrou-se adequada no controle metabólico e no crescimento das crianças fenilcetonúricas.OBJECTIVE: To evaluate the effect of breastmilk as a source of phenylalanine (phe on levels of this amino acid and on growth in phenylketonuric infants. METHODS: The study recruited 35 breastfed phenylketonuric infants and compared their results with those of 35 infants fed on commercial, milk-based formula. The groups were paired for sex and age at

  18. CONHECIMENTOS SOBRE BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO MATERNO E DESVANTAGENS DA CHUPETA RELACIONADOS À PRÁTICA DAS MÃES AO LIDAR COM RECÉM-NASCIDOS PRÉ-TERMO

    OpenAIRE

    Dadalto, Elâine Cristina Vargas; Rosa, Edinete Maria

    2017-01-01

    RESUMO Objetivo: Avaliar conhecimentos e expectativas de mães de recém-nascidos pré-termo (RNPT) internados em unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN) sobre aleitamento materno (AM) e uso de chupeta; e analisar sua vivência ao lidar com a necessidade de sucção nos primeiros meses. Métodos: As mães foram entrevistadas durante a internação dos recém-nascidos (RN) na UTIN e quando eles completaram seis meses de idade. Foram incluídas todas as mães com disponibilidade para participar do ...

  19. Symptoms of postpartum depression and early interruption of exclusive breastfeeding in the first two months of life Sintomas de depressão pós-parto e interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo nos dois primeiros meses de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Hasselmann

    2008-01-01

    Full Text Available This study evaluates the association between postpartum depression and interruption of exclusive breastfeeding in the first two months of life. Cohort study of 429 infants Avaliou-se a associação entre depressão pós-parto e interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo nos dois primeiros meses de vida. Estudo de coorte com 429 crianças < 20 dias de idade em quatro unidades de saúde no Rio de Janeiro, Brasil. Considerou-se como interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo a introdução de chá, água, suco, leite artificial ou qualquer outro alimento. Na avaliação da depressão pós-parto utilizou-se a Edinburgh Post-natal Depression Scale. Associações foram expressas como razões de prevalências (linha de base e riscos relativos (primeiro e segundo meses de vida e respectivos intervalos de 95% de confiança estimados via regressão de Poisson com variância robusta. Filhos de mulheres com sintomas de depressão pós-parto apresentam maior risco de interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo nos dois meses de seguimento (RR = 1,46; IC95%: 0,98-2,17 e RR = 1,21; IC95%: 1,02-1,45, respectivamente. Entre mães que amamentam exclusivamente até o primeiro mês de vida, depressão pós-parto não se associou à interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo (RR = 1,44; IC95%: 0,68-3,06. Esses achados apontam para a importância da saúde mental materna no sucesso do aleitamento materno exclusivo.

  20. Influência da escolaridade e do trabalho maternos no aleitamento materno exclusivo Influence of mothers' schooling and work on the practice of exclusive breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorginete de Jesus Damião

    2008-09-01

    Full Text Available O presente artigo tem por objetivo analisar a associação entre a prática do aleitamento materno exclusivo (AME e características maternas (idade, escolaridade, paridade e trabalho, peso ao nascer e alimentação no primeiro dia após alta da maternidade, em crianças menores de quatro meses de idade. Para tal, foram utilizados dados de dois inquéritos realizados no município do Rio de Janeiro, em 1998 e 2000. Nesses inquéritos foram realizadas entrevistas com acompanhantes de menores de um ano de idade, selecionados por meio de amostragem probabilística da população de menores de um ano vacinada nos Dias Nacionais de Vacinação (que possuem cobertura universal para esta faixa etária neste município (n=2.459. A prática do AME foi descrita segundo cada uma das variáveis de exposição e, em seguida, procedeu-se a análise multivariada por regressão logística. A prevalência de AME foi de 22,7% entre os menores de quatro meses, variando de 39,6% no primeiro dia a 12,4% aos 120 dias de vida. Apresentaram maiores prevalências de AME os filhos de mulheres de maior escolaridade, filhos de mulheres que não trabalhavam fora e crianças que estavam em AME no primeiro dia em casa depois da alta da maternidade. Os resultados da análise multivariada indicam associação positiva de AME com escolaridade materna (OR: 1,93 para 3º grau completo e negativa com trabalho materno (OR: 0,59. A escolaridade e trabalho maternos e alimentação da criança no primeiro dia em casa após alta da maternidade tiveram associação com o AME entre menores de quatro meses de idade.This article aims at examining the association between the practice of exclusive breastfeeding (EBF and characteristics of mothers (age, schooling, parity, and work, birth weight, and infant feeding practices on the first day after discharge from the maternity ward in children under four months of age. Data used to this end were collected from two surveys done in the city of Rio

  1. Conhecimento sobre aleitamento materno de puérperas atendidas em dois hospitais de Viçosa, Minas Gerais Knowledge about maternal nursing of mothers attended at two hospitals in the city of Viçosa, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathércia PERCEGONI

    2002-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo investigar o conhecimento de puérperas sobre o aleitamento materno. Foram entrevistadas 266 puérperas atendidas em dois hospitais da cidade de Viçosa, MG. A amostra caracterizou-se por mulheres na faixa etária de 13 a 48 anos, das quais 58,3% residiam em Viçosa. A maioria delas tinha o 1º grau incompleto. Segundo a pesquisa, 32,7% das mães receberam informação sobre amamentação antes do parto e 14,3% delas foram orientadas no pré-natal. Apesar de 99,2% das entrevistadas manifestaram a necessidade de a criança ser amamentada, 54,8% não conheciam outra função do leite além da alimentar. A sucção foi lembrada por apenas 1,5% das puérperas como fator que aumenta a produção de leite, e 61,0% delas não conheciam a maneira correta de a criança abocanhar o mamilo. Quanto ao problema do ingurgitamento mamário, 57,0% não sabiam como resolvê-lo. Com relação às leis de proteção à nutriz trabalhadora, 84,6% as desconheciam. Concluiu-se que o baixo nível de conhecimento, por parte das puérperas, sobre questões fundamentais para o sucesso da amamentação reafirmam a importância do incentivo e da orientação para o aleitamento durante o pré-natal.This study had the objective of investigating the mothers knowledge about maternal nursing. Two hundred and sixty-six mothers attended at two hospitals in the city of Viçosa, state of Minas Gerais, where interviewed.The sample was characterized by women in the age group from 13 to 48 years old, and 58,3% of them lived in Viçosa. The majority of them had not finished elementary school. From the total of mothers interviewed, 32.7% had received information on breast-feeding before the childbirth, and 14.3% of them were oriented in the prenatal period. Although of 99.2% of the mothers considered that the child should be breastfed, 54.8% did not know another function of milk besides feeding. The suction was remembered by only 1.5% of the mothers as a

  2. Duração do aleitamento materno em menores de dois anos de idade em Itupeva, São Paulo, Brasil: há diferenças entre os grupos sociais? Breast feeding duration in children under two years of age in Itupeva, São Paulo, Brazil: are there differences among social groups?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    2010-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: conhecer a duração do aleitamento materno (AM total e os determinantes associados à sua interrupção segundo perfis de reprodução social das famílias (formas de trabalhar e viver, fundamentados na teoria da determinação social do processo saúde-doença. MÉTODOS: estudo transversal conduzido em uma amostra de 261 crianças menores de dois anos, residentes em Itupeva, São Paulo, Brasil. A partir de uma base teórico-metodológica-operacional compuseramse três grupos sociais homogêneos (GSH segundo semelhantes formas de trabalhar e de viver. A duração do AM total foi estimada com a técnica de tábuas de vida. O teste de Wilcoxon foi empregado para identificar associação entre as variáveis categóricas na análise bivariada. Para análise múltipla, as variáveis associadas com a duração mediana do AM (pOBJECTIVE: based on the theory of social determination of the health-disease process, the objective of this study was to know the duration of overall breast feeding and the factors associated with its interruption, according to the social reproduction profiles of the families (ways of living and working. METHODS: this is a cross-sectional study carried out with a representative sample of 261 children under two years of age, living in Itupeva city, Sao Paulo, Brazil. From a theoretical-methodologicaloperational basis, three social homogeneous groups (GSH were established, according to similar conditions of working and living. Overall breast feeding duration was calculated from survival tables. Variables with p<0.20 in bivariate Wilcoxon test were then introduced in multiple Cox Regression model in order to find associated aspects to the breast feeding duration. RESULTS: the breast feeding duration medians of the 3 GSH were 6.7 months, 7.1 months and 9.9 months, with no statistically significant difference (p=0.31. The multivariate analysis showed that the sequence of birth (p=0.018, pacifier use (p<0.001 and bottle

  3. Manutenção do aleitamento materno de recém-nascidos pré-termo: revisão integrativa da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andressa Peripolli Rodrigues

    2013-03-01

    Full Text Available A presente pesquisa trata-se de estudo de revisão integrativa com objetivo de avaliar as evidências disponíveis sobre fatores associados à manutenção do aleitamento materno de recém-nascidos pré-termo. Desenvolvido nas bases de dados MEDLINE e LILACS, com os descritores “aleitamento materno” e “prematuro”. A amostra incluiu vinte estudos com nível de evidência 2 e 4, que apontaram fatores facilitadores e dificultadores associados à manutenção do aleitamento materno. São necessárias ações multiprofissionais no acompanhamento de saúde com estratégias educativas, de promoção do vínculo mãe-bebê e acolhimento da família. Deve-se ter especial atenção às condições sociais, econômicas e culturais da família, bem como às demandas clínicas dos recém-nascidos pré-termo para a manutenção do aleitamento.

  4. Prevalência do aleitamento materno na região noroeste de Campinas, São Paulo, Brasil, 2001 Breast-feeding prevalence, northwest region of Campinas, São Paulo, Brazil, 2001

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Felipe Alves Cecchetti

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Calcular a prevalência do aleitamento materno entre crianças menores de dois anos de idade, residentes na região Noroeste de Campinas, São Paulo. MÉTODOS: Estudo transversal foi conduzido, em 2001, junto a 4 103 crianças, questionando sobre data de nascimento, sexo, alimentação e serviço de saúde utilizado. O questionário foi aplicado em 42 postos de vacinação durante a Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite (Campólio. A dieta foi classificada em amamentação exclusiva, predominante, continuada e aleitamento artificial. RESULTADOS: No primeiro semestre, a prevalência de aleitamento materno exclusivo foi de 31,6% e a de aleitamento total 74,5%. Das crianças com idade entre 6 e 12 meses, 38,0% recebiam leite materno. No segundo ano, a prevalência de aleitamento materno foi reduzida para 22,1%. O aleitamento materno exclusivo passou de 72,2% aos 7 dias de idade para 53,8% aos 15 dias, 33,3% aos 3 meses, 10,0% aos 4 meses e 5,7% aos 6 meses. A prevalência do aleitamento materno total foi de 100,0% aos 7 dias; 79,1% aos 3 meses; 54,3% aos 6; 34,4% aos 12 meses; 26,1% aos 18 e zero aos 24 meses. A mediana de amamentação exclusiva foi de 67 dias e a de amamentação total foi de 6,6 meses. Das crianças vinculadas ao Sistema Único de Saúde, 42,2% receberam aleitamento materno, em contraste com 34,4% das usuárias de serviços privados (pOBJECTIVE: To calculate the prevalence of breast-feeding among children less than two years old, in the northwest region of the city of Campinas, São Paulo, Brazil. METHODS: A survey was conducted in 2001, with 4 103 children, querying about birth date, gender, feeding practices and health services routinely used. The questionnaire was applied at the 42 public immunization centers during the 2001 National Campaign against Polyomielites. The child's diet was categorized as exclusive breast-feeding, predominant breast-feeding, continued breast-feeding and bottle

  5. ALEITAMENTO MATERNO E AS CRENÇAS ALIMENTARES LACTANCIA MATERNA Y LAS CREENCIAS ALIMENTARIAS BREASTFEEDING AND NUTRITIONAL BELIEFS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Mutsumi Tsukuda Ichisato

    2001-09-01

    Full Text Available A hipogalactia tem levado ao desmame precoce. As crenças e os tabus influenciam a alimentação materna durante a lactação. O presente estudo tem como objetivo identificar lactogogos regionais utilizados como suporte do aleitamento materno (AM, pautados nos tabus e crenças. Trata-se de um estudo de caso utilizando a análise de prosa(12. Alimentar-se ou não de certos alimentos, ter vivenciado a amamentação, as crenças transmitidas por familiares e médicos, crescimento e desenvolvimento da criança foram os fatores que estimularam o AM na nossa pesquisaLa hipogalactacemia ha sido uno de las razones que han llevado a las madres al destete precoz. Las creencias y los tabúes influyen en la alimentación materna durante la lactancia. El presente estudio tiene como objetivo identificar lactogogos regionales utilizados como soporte del alimento materno (AM, basados en los tabues y las creencias. Se trata de un estudio de caso utilizando el análisis de prosa(12. Alimentarse o no de ciertos alimentos, haber vivido la lactancia, las creencias transmitidas por familiares y médicos, crecimiento y desarrollo del niño fueron los factores que estimularon el AM en nuestra investigación.Hypogalactia has been one of the reasons that lead mothers to early weaning. Beliefs and taboos influence breastfeeding during lactation. This study aims at identifying regional lactagogues used as a support to breastfeeding based on taboos and beliefs. It is a case report which uses prose analysis(12. The findings show that feeding oneself with certain types of food or not, having experienced breastfeeding, beliefs transmitted by family members and physicians and the child's growth and development were factors which stimulated breastfeeding.

  6. ALEITAMENTO MATERNO DO PREMATURO EM DOMICÍLIO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Corrêa Porto de Abreu

    2015-01-01

    Full Text Available El presente estudio tuvo como objetivo analizar la experiencia de la madre que amamanta el bebé prematuro durante el primer mes después del alta de la unidad de cuidados intensivos neonatales. Fue adaptado como el marco teórico el Interaccionismo Simbólico y como el marco metodológico la análisis de contenido cualitativo. La entrevista tuvo lugar con nueve madres. Los resultados se muestran a partir de tres categorias: ‘Las relaciones profesionales y la lactancia materna’, ‘particularidades de la lactancia materna en prematuros’ y ‘La responsabilidad por alimentación de lo hijos’. Demostrar que la lactancia materna mixto es la forma como las madres alimentan al niño prematuro en el hogar, dada la inseguridad y la duda de la suficiencia de la leche materna. Profesionales de la salud contribuyen a esa comprensión con la necesidad de transformar las prácticas de salud.

  7. ALEITAMENTO MATERNO DO PREMATURO EM DOMICÍLIO

    OpenAIRE

    Flávia Corrêa Porto de Abreu; Bruna de Souza Lima Marski; Natália Custódio; Soraya Cirilo Carvalho; Monika Wernet

    2015-01-01

    El presente estudio tuvo como objetivo analizar la experiencia de la madre que amamanta el bebé prematuro durante el primer mes después del alta de la unidad de cuidados intensivos neonatales. Fue adaptado como el marco teórico el Interaccionismo Simbólico y como el marco metodológico la análisis de contenido cualitativo. La entrevista tuvo lugar con nueve madres. Los resultados se muestran a partir de tres categorias: ‘Las relaciones profesionales y la lactancia materna’, ‘particularidades d...

  8. Heterose em suínos na fase de aleitamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Bento Sterman Ferraz

    1991-12-01

    Full Text Available Visando avaliar o ganho de produtividade, advindo da heterose, no peso de suínos em fase de aleitamento, analisaram-se os pesos ao nascimento(PO, 21 dias de idade (P21 e desmama (PD de 746leitões, sendo 201 da raça Landrace, 136 Wessex-Saddleback e 409 mestiços, pelo método dos quadrados mínimos, considerando-se, ainda, os efeitos fixos de época e ano de nascimento, ordem do parto, sexo do leitão e tamanho da leitegada, além de raças paterna e materna e suas interações. Os efeitos não genéticos tiveram influência significativa em quase todas as características. Os mestiços mostraram, em geral, pesos superiores aos puros, com estimativas de heterose de 2,6% para PO, 9,7% para P21 e 13,9% para PD, indicando a importância da herança não aditiva à medida que os leitões ficam menos dependentes de suas mães. Os efeitos de interação entre as raças paterna e materna foram cada vez maiores com o avançar da idade. Os resultados indicam haver ganho de produtividade coma utilização deste tipo de cruzamento.

  9. A influência da prática do aleitamento materno na aquisição de hábitos de sucção não nutritivos e prevenção de oclusopatias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzely Adas Saliba Moimaz

    Full Text Available OBJETIVO: Neste estudo, objetivou-se verificar a associação entre prática do aleitamento materno, aquisição de hábitos de sucção não nutritivos e oclusopatias. MATERIAL E MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa do tipo transversal, retrospectiva, na qual foram realizadas entrevistas com 330 mães de crianças de 3 a 6 anos de idade de Araçatuba-SP, após consentimento esclarecido, utilizando-se questionário semiestruturado, testado em estudo piloto. Exames clínicos foram realizados nas crianças (n = 306 para verificação de oclusopatias. Dois pesquisadores foram calibrados (Kappa = 0,91 para realização das entrevistas e exames. Os testes Qui-Quadrado (χ² e Exato de Fischer foram utilizados para verificar associações, em nível de significância de 5% (p < 0,05. Os dados foram processados no programa EpiInfo e GraphPad®. RESULTADO: A maioria das mães (86,4% amamentou seus filhos, entretanto, apenas 33,4% delas amamentaram exclusivamente no peito até seis meses de vida. As oclusopatias estiveram presentes em 54% das crianças e, entre estas, 83% não foram amamentadas no peito até seis meses de idade. Os hábitos de sucção não nutritivos estiveram presentes em 53,3% (176 das crianças, sendo o uso de chupeta (31,2%, o mais prevalente. Houve associação significante direta entre a falta de aleitamento materno total e as seguintes variáveis: presença de oclusopatias (p < 0,0001; mordida aberta (p = 0,0001; mordida cruzada anterior (p = 0,0346; hábitos de sucção não nutritivos (p < 0,0001, e uso de chupeta (p < 0,0001. A falta de aleitamento materno exclusivo esteve associada com uso de chupeta (p < 0,0001. CONCLUSÃO: O aleitamento materno, além de inúmeras vantagens, exerce papel preventivo na aquisição de hábitos de sucção não nutritivos e na prevalência de oclusopatias.

  10. Aleitamento materno e colonização mucocutânea pelo Staphylococcus aureus na criança com dermatite atópica Breastfeeding and mucosal and cutaneous colonization by Staphylococcus aureus in atopic children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raissa Massaia Londero Chemello

    2011-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: Não há consenso quanto ao efeito do aleitamento materno no desenvolvimento da dermatite atópica. É necessário aprofundar conhecimentos sobre possíveis fatores envolvidos nessa relação, como a influência do aleitamento materno na colonização do paciente atópico pelo Staphylococcus aureus (S. aureus. OBJETIVO: Avaliar uma potencial associação entre aleitamento materno e colonização pelo S. aureus nas crianças atópicas. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 79 crianças atópicas de 4-24 meses, de ambos os sexos, em acompanhamento no Ambulatório de Dermatologia Sanitária de Porto Alegre, e 72 mães. Registraram-se dados clinicoepidemiológicos e de alimentação das crianças. Pesquisou-se a presença do S. aureus em swab nasal e cutâneo nas crianças e swab nasal das respectivas mães. Para análise dos dados, realizaram-se os testes qui-quadrado de Pearson e exato de Fischer. RESULTADOS: Entre as crianças amamentadas, S. aureus foi encontrado nas cavidades nasais de oito (25,8% e na pele (fossas cubitais de quatro (12,9%. Entre as não amamentadas, encontrou-se S. aureus nas cavidades nasais de dez (20,8% e na pele de 11 (22,9%. Entre as mães, 16 (22,2% apresentaram crescimento de S. aureus no material proveniente do swab nasal. Não se observou associação significativa entre aleitamento materno e colonização pelo S. aureus das cavidades nasais ou da pele das crianças. Entretanto, houve concordância entre a colonização pelo S. aureus nas cavidades nasais das mães e nas cavidades nasais e/ou na pele dos filhos. Das 72 duplas, houve concordância em 56 (77,8%. CONCLUSÃO: O aleitamento materno parece não influenciar a colonização mucocutânea pelo S. aureus em crianças com dermatite atópicaBACKGROUND: Studies on the effects of breastfeeding on the development of Atopic Dermatitis (AD have shown controversial results. The importance of this condition deserves further studies; in particular, it

  11. Factors associated with exclusive breastfeeding in children under four months old in Botucatu-SP, Brazil Factores asociados a la situación de lactancia materna exclusiva en niños menores de 4 meses en Botucatu-SP Fatores associados à situação do aleitamento materno exclusivo em crianças menores de 4 meses, em Botucatu-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonieta de Barros Leite Carvalhaes

    2007-02-01

    modificables fueron identificados como de riesgo para interrupción de AME.Objetivou-se identificar fatores associados ao aleitamento materno exclusivo (AME e os motivos apresentados pelas mães para a introdução de alimentação complementar nos primeiros 4 meses de vida. Foram entrevistadas 380 mães (92,2% de crianças menores de 4 meses vacinadas em Campanha de Multivacinação. Para identificação dos fatores associados à situação da criança em relação ao AME, realizaram-se análises de regressão logística univariadas e múltiplas. Em AME, estavam 38,0% das crianças; 33,4% consumiram leite de vaca; 29,2%, chás, e 22,4%, água. As mães justificaram a introdução de leite de vaca por fatores relativos à quantidade/ qualidade do leite materno e "necessidade" da criança. Uso de chupeta (odds ratio=2,63; IC95%=1,7-4,06 e relato de dificuldade com a amamentação (odds ratio=1,57; IC95%=1,02-2,41 associaram-se à ausência de AME. O risco atribuível populacional associado ao uso de chupeta estimado foi 46,8%. Assim, fatores modificáveis foram identificados como de risco para interrupção do AME.

  12. Produção de teses e dissertação, sobre aleitamento materno, nos programas de pós-graduação em enfermagem Producción de tesis de maestría y doctorado, sobre lactancia materna, en los programas de postgrado en enfermería Production of theses and dissertations about breastfeeding in graduate nursing programs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giuliana Micheloto Parizoto

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar as teses e dissertações na temática aleitamento materno produzidas nos Programas de Pós-Graduação em Enfermagem do Brasil entre 1999 e 2010. MÉTODOS: Estudo bibliométrico realizado por meio de consulta ao banco de teses da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, , localizando-se 96 teses e dissertações, das quais, 25% eram teses de doutorado, 75% dissertações de mestrado dentre estas, 93% de mestrado acadêmico e 7% de mestrado profissional. RESULTADOS: A concentração da produção reside nos Programas de Pós-Graduação de Enfermagem das Regiões Sul e Sudeste. Três docentes orientaram 24,9% dos estudos. Ainda, 63,5%dos estudos eram de natureza qualitativa, 29,2% de natureza quantitativa e 7,3% utilizaram as duas abordagens. O referencial teórico-filosófico mais utilizado foi a fenomenologia e o metodológico, a análise de conteúdo. CONCLUSÃO: Os resultados mostraram a importância desta temática em estudos avançados. Superar dogmas e ideologias da amamentação por posições cientificamente fundamentadas é prioridade quando se propõem avanços no cuidado de enfermagem em aleitamento materno.OBJETIVO: Caracterizar las tesis de mestría y doctorado en la temática de lactancia materna producidas en los Programas de Postgrado en Enfermería del Brasil entre 1999 y 2010. MÉTODOS: Estudio bibliométrico realizado por medio de consulta al banco de tesis de la Coordinación de Perfeccionamiento de Personal de Nivel Superior, localizándose 96 tesis y disertaciones, de las cuales, 25% eran tesis de doctorado, 75% disertaciones de maestría; de éstas, 93% de maestria acadêmica y 7% de maestría profesional. RESULTADOS: La concentración de la población reside en los Programas de Postgrado de Enfermería de las Regiones Sur y Sudeste. Tres docentes asesoraron 24,9% de los estudios. Aun, 63,5% de los estudios eran de naturaleza cualitativa, 29,2% de naturaleza cuantitativa y 7

  13. Harmful oral suction habits in children: association with breastfeeding and family social profile = Hábitos bucais de sucção deletérios em crianças: associação com padrão de aleitamento e perfil social familiar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moimaz, Suzely Adas Saliba

    2010-01-01

    Full Text Available Objetivo: Registrar o padrão de aleitamento materno, o padrão familiar social e os hábitos de sucção deletérios (chupeta e dedo em crianças com 6 e 12 meses de idade e testar a associação desses fatores. Metodologia: A amostra foi composta por 80 pares de mãe-criança, residentes da região do noroeste do estado de São Paulo, Brasil. Utilizou-se um questionário semi-estruturado para a coleta de dados de presença ou não de hábito de sucção de chupeta e/ou dedo, tipo de aleitamento e padrão familiar social quando as crianças tinham 6 e 12 meses de idade. Os dados foram analisados estatisticamente por testes qui-quadrado. Resultados: Nenhuma criança esteve sob aleitamento materno exclusivo ao 6º e ao 12º mês de idade; 69% já estavam recebendo aleitamento artificial. Mais da metade da amostra (n=52 relatou ao menos um hábito de sucção deletério, sendo que a chupeta foi mais prevalente que a sucção digital. Houve associação entre menor taxa de aleitamento ao 12º mês e sucção de chupeta, mas a sucção digital não interferiu no aleitamento materno. Conclusão: O padrão de aleitamento materno esteve abaixo do recomendado pela OMS para o período correspondente. A sucção de chupeta foi mais prevalente que a digital e ao 12º mês esteve associada à menor taxa de aleitamento materno

  14. Crescimento do perímetro cefálico nos primeiros seis meses em crianças em aleitamento materno exclusivo Crecimiento del perímetro cefálico en los primeros 6 meses en niños en lactancia materna exclusiva Head circumference growth of exclusively breastfed infants during the first six months of life

    OpenAIRE

    Maria da Graça M Jaldin; Feliciana Santos Pinheiro; Alcione Miranda dos Santos; Nivaldo Costa Muniz; Luciane Maria O. Brito

    2011-01-01

    OBJETIVO: Analisar o perímetro cefálico de crianças amamentadas exclusivamente do nascimento ao sexto mês com relação à referência National Center for Health Statistics (NCHS/1977) e ao padrão internacional World Health Organization/2006 (WHO/2006). MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado no Banco de Leite Humano do Hospital Universitário Materno-Infantil, São Luís (MA), entre outubro de 2007 e novembro de 2008. Amostra não probabilística de 328 crianças nascidas a termo, parto único, peso ao ...

  15. Desenvolvimento do trato digestivo de bezerros leiteiros criados em sistema de aleitamento fracionado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael A. Azevedo

    2013-07-01

    Full Text Available Para avaliar o efeito do sistema de aleitamento fracionado no desenvolvimento ruminal de bezerros leiteiros holandeses, foram utilizados 12 animais, com peso corporal inicial médio de 37,0 kg, alojados individualmente em baias. O tratamento convencional constituiu-se de quatro litros de leite diários durante 60 dias e o fracionado, de seis litros do 6º ao 25º dia; quatro litros dos dias 26 a 45 e dois litros de 46 a 59 dias de vida, além de concentrado, feno de Cynodon sp., água e suplemento mineral, oferecidos livremente. O consumo dos alimentos foi monitorado diariamente e os animais, pesados semanalmente, após o fornecimento da dieta líquida, pela manhã. Aos 60 dias de vida, os animais foram abatidos e realizaram-se pesagens do trato digestivo e medidas histológicas das papilas ruminais. O sistema de aleitamento não interferiu significativamente no consumo de concentrado, de feno, de matéria seca total e no peso corporal final vazio. O aleitamento fracionado resultou em maior peso corporal final, pesos absolutos do trato digestivo, do ruminorretículo, do omaso e dos intestinos, de pesos relativos do omaso e dos intestinos e maior índice mitótico das papilas ruminais. O sistema de aleitamento fracionado pode ser alternativa para melhorar o desenvolvimento ruminal e o desempenho de bezerros.

  16. Percepções de puérperas quanto aos fatores que influenciam o aleitamento materno Percepciones de puérperas cuanto a los factores que influencian el amamantar materno Perceptions of women in puerperium regarding factors that influence breast feeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Frescura Junges

    2010-06-01

    Full Text Available O presente trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa do tipo exploratório-descritiva, com abordagem qualitativa, cujo objetivo consistiu em conhecer as percepções de puérperas acerca dos fatores que influenciam o aleitamento materno. O estudo foi realizado em um hospital universitário. Participaram dez mulheres em puerpério imediato. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas, sendo a análise de conteúdo o procedimento analítico adotado. Os resultados apontaram categorias relacionadas aos fatores biológicos e aos fatores culturais. A pesquisa reforçou a importância de conhecermos os principais aspectos que interferem na prática do aleitamento materno e, assim, possibilitar aos profissionais da saúde novas estratégias na construção de ações de educação em saúde, valorizando as diversas dimensões que compõem essa vivência.Este trabajo presenta los resultados de una investigación del género exploratorio-descriptivo, con abordaje cualitativo, cuyo objetivo consistió en conocer las percepciones de las parturientes sobre los factores que influencian el amamantar materno. El estudio fue realizado en un hospital universitario. Participaron diez mujeres en puerperio inmediato. Los datos fueron recogidos a través de encuestas. Para tanto, el procedimiento analítico adoptado ha sido el análisis del contenido. Los resultados apuntaron que hay una influencia de factores biológicos y factores culturales. La investigación ha reforzado la importancia del conocimiento sobre los principales aspectos que interfieren en la práctica del amamantar materno y, a partir de dicho conocimiento, posibilitar a los profesionales de salud la búsqueda nuevas estrategias para que se construyan nuevas acciones educativas en salud, valorando las diversas dimensiones que componen esa experiencia.The following paper presents the results of an exploratory-descriptive research, applying a qualitative approach. The main

  17. O perfil de portadores de diabetes tipo 1 considerando seu histórico de aleitamento materno El perfil de los portadores de Diabetes tipo 1 considerando su histórico de amamantamiento materno The profile of people with Type 1 Diabetes considering their history of breast feeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dalila Teixeira Leal

    2011-03-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo que teve como objetivo descrever o perfil dos usuários de um Serviço de Controle de Hipertensão, Diabetes e Obesidade e discutir a relação entre a história de aleitamento materno da criança ou adolescente portador de diabetes tipo 1 e o desenvolvimento desta patologia. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário estruturado, aplicado aos pais ou responsáveis de crianças ou adolescentes portadoras de diabetes mellitus tipo 1, durante o segundo semestre de 2007. Os dados foram analisados com uma abordagem quantitativa, em que se utilizou a estatística descritiva. Como resultados foram apresentados dados referentes à caracterização da amostra, ocorrência do desmame precoce, período de aleitamento materno exclusivo, dieta oferecida após o desmame, entre outros. Na conclusão é evidenciada a significativa relação entre desmame precoce, com a consequente introdução de substitutos do leite materno e o desenvolvimento do diabetes mellitus tipo 1.Es un estudio que tuvo como objetivo describir el perfil de los usuarios del Servicio de Control de Hipertensión, Diabetes y Obesidad y discutir la relación entre la historia de amamantamiento materno del niño o del adolescente portador de diabetes tipo 1 y el desenvolvimiento de esta enfermedad. La colecta de los datos fue realizada por medio de un cuestionario estructurado, aplicado en los padres o responsables de estos niños, durante el 2º semestre de 2007. Los datos fueron analizados en un abordaje cuantitativo en que se utilizó la estadística descriptiva. Como resultados fueron presentados datos referentes a la caracterización de la muestra, ocurrencia de la interrupción del amamantamiento precoz, período de amamantamiento materno exclusivo, dieta ofrecida después de la interrupción del amamantamiento y otros. En la conclusión es presentada la significativa relación entre la interrupción del amamantamiento precoz, con la consecuente

  18. Trabalho feminino, políticas familiares e discursos pró-aleitamento materno: avanços e desafios à equidade de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irene Rocha Kalil

    Full Text Available RESUMO O artigo aborda a relação entre discursos pró-aleitamento materno, trabalho feminino e políticas familiares no Brasil, apontando avanços e desafios à equidade de gênero. A análise dos materiais da Estratégia de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta, do Ministério da Saúde, com base nos referenciais dos estudos de gênero e da semiologia dos discursos sociais, indica como os discursos oficiais reforçam o valor da amamentação para a saúde da criança e reiteram a divisão sexual do trabalho. Por sua vez, as políticas familiares ainda não atendem às necessidades sociais, como a extensão das licenças maternidade e paternidade para todos os trabalhadores e a criação de licenças parentais.

  19. O papel do aleitamento materno, da dieta e do estado nutricional no desenvolvimento de asma e atopia The role of breastfeeding, diet and nutritional status in the development of asthma and atopy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Petter Schneider

    2007-08-01

    Full Text Available O aumento na prevalência da asma e atopia, observado em diversas populações nos anos recentes, contribui para torná-las importantes problemas de saúde pública. A possível influência de fatores relacionados à nutrição humana tem sido demonstrada em crescente número de estudos. O entendimento do papel do aleitamento materno, da dieta, e do estado nutricional, particularmente da obesidade, assim como as respostas imunológicas desencadeadas, ajuda a melhorar a compreensão sobre a relação entre estresse oxidativo, inflamação brônquica, e o desenvolvimento de sintomas asmáticos e atópicos. Este artigo apresenta uma revisão da literatura publicada sobre os aspectos da relação entre nutrição, asma, e atopia, nas duas últimas décadas.In many populations, the prevalence of asthma and atopy has increased in recent years. As a result, both conditions have become major public health problems. The possible influence of nutrition-related factors has been demonstrated in an increasing number of studies. Information regarding the role of breastfeeding, diet, nutritional status (obesity in particular, as well as regarding the immunologic responses triggered, helps to improve our understanding of the correlation between oxidative stress, bronchial inflammation, and the development of atopic and asthma symptoms. The article presents a review of the published literature on the relationships established between and among nutrition, asthma, and atopy over the last two decades.

  20. Prevalência de aleitamento materno e fatores associados no município de Londrina-PR Prevalencia de lactancia materna y factores asociados en el municipio de Londrina-PR Prevalence of breastfeeding and associated factors in the municipality of Londrina (PR, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarah Nancy Deggau Hegeto de Souza

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a prevalência do aleitamento materno e fatores associados no município de Londrina-PR. MÉTODOS: Estudo quantitativo, descritivo, entrevistando 770 acompanhantes de crianças menores de 12 meses, durante a campanha de vacinação antipoliomielite, em agosto de 2008. RESULTADOS: Na primeira hora, foram amamentadas 72,5% das crianças; 33,8% estavam em aleitamento materno exclusivo de zero a seis meses, no quarto mês, 53,7% e no sexto mês 7,8%; 51,5% em aleitamento materno continuado entre 9 e 12 meses. As mulheres que mais amamentaram tinham idade igual ou superior a 35 anos, escolaridade de terceiro grau, mais de um filho e estavam em licença-maternidade. CONCLUSÃO: os índices de aleitamento materno do município apresentaram evolução, porém faz-se necessário analisar as ações nos serviços de saúde para melhora desses índices.OBJETIVO: Describir la prevalencia de la lactancia materna y factores asociados en el municipio de Londrina-PR. MÉTODOS: Estudio cuantitativo, descriptivo, realizado con la entrevista a 770 acompañantes de niños menores de 12 meses, durante la campaña de vacunación antipoliomielítica, en agosto del 2008. RESULTADOS: En la primera hora, fueron amamantadas el 72,5% de los niños; el 33,8% estaban con lactancia materna exclusiva de cero a seis meses, en el cuarto mes, el 53,7% y en el sexto mes el 7,8%; el 1,5% en lactancia materna continuada entre 9 y 12 meses. Las mujeres que más amamantaron tenían edad igual o superior a 35 años, escolaridad de tercer grado, más de un hijo y estaban con licencia-maternidad. CONCLUSIÓN: los índices de lactancia materna del municipio presentaron evolución, sin embargo se hace necesario analizar las acciones en los servicios de salud para mejorar esos índices.OBJECTIVE: To describe breastfeeding prevalence and associated factors, in the municipality of Londrina, PR, Brazil. METHODS: This quantitative, descriptive study included interviews of

  1. Breastfeeding: making the difference in the development, health and nutrition of term and preterm newborns Aleitamento materno: fazendo a diferença no desenvolvimento, saúde e nutrição dos recém-nascidos de termo e pré-termo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Beatriz Reinert do Nascimento

    2003-01-01

    Full Text Available Breastfeeding is the natural and safe way of feeding small infants, providing nutritional, immunological, psychological and economic recognized and unquestionable advantages. These qualities are especially important in premature infants, because of their vulnerability. Despite highly desirable, there is, in general, little success in breastfeeding preterm infants, especially in special care neonatal units. There are evidences that a high supportive hospital environment, with an interdisciplinary team, makes possible to these infants to be breastfed. In this article, the authors present an up-to-date review about the components of human milk and its unique characteristics, as well as describes aspects that make the breast milk particularly suitable for feeding the premature newborn.O aleitamento materno é o modo natural e seguro de alimentação para a criança pequena, proporcionando vantagens nutricionais, imunológicas, psicológicas e econômicas reconhecidas e inquestionáveis. Estas qualidades adquirem relevo especial em se tratando de recém-nascidos pré-termo, por sua maior vulnerabilidade. Apesar de altamente desejável, observa-se, de modo geral, baixa incidência de êxito na amamentação de prematuros, especialmente em unidade neonatais de risco. Há evidências de que uma postura hospitalar favorável, com apoio de uma equipe multiprofissional, torne possível o aleitamento nestas crianças. Neste artigo, os autores apresentam uma revisão atualizada sobre os componentes do leite humano e suas características únicas, bem como descrevem aspectos que tornam o leite materno particularmente adequado para a alimentação do recém-nascido prematuro.

  2. Vivências maternas associadas ao aleitamento materno exclusivo mais duradouro: um estudo etnográfico Vivencias de madres asociadas a la lactancia materna exclusiva más duradera: un estudio etnográfico Maternal experiences associated with longer term exclusive breastfeeding: an ethnographic study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Guizardi Polido

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as experiências da amamentação de mães usuárias do Sistema Único de Saúde buscando, tanto aprender conhecimentos, expectativas, concepções e sentimentos envolvidos como identificar aspectos relevantes para o aleitamento materno exclusivo mais prolongado. MÉTODOS: Estudo qualitativo de cunho etnográfico realizado com oito primíparas e familiares de referência, mediante observação e entrevistas domiciliares durante o 1º semestre de vida dos bebês. Os dados foram sistematizados em três categorias: Iniciando a amamentação; Vivenciando o processo de desmame precoce; Mantendo o aleitamento materno exclusivo. RESULTADOS: A amamentação apresentou-se como evento particular nos diferentes contextos de sua ocorrência, porém foi possível identificar que o aleitamento exclusivo esteve ligado à determinação materna, a despeito das dificuldades vividas. O aleitamento materno exclusivo mais duradouro relacionou-se às mães que se mostraram motivadas com a prática, cientes de seus benefícios e apoiadas pela família, mesmo diante de interferência contrária de seu meio cultural. CONCLUSÃO: A ausência de determinação materna em amamentar exclusivamente deve ser investigada e, quando presente, receber abordagem especial pelos profissionais de saúde.OBJETIVO: Describir las experiencias del amamantamiento de madres usuarias del Sistema Único de Salud buscando, tanto aprender conocimientos, expectativas, concepciones y sentimientos involucrados como identificar aspectos relevantes para la lactancia materno exclusiva más prolongada. MÉTODOS: Estudio cualitativo de cuño etnográfico realizado con ocho primíparas y familiares de referencia, mediante observación y entrevistas domiciliarias durante el 1º semestre de vida de los bebés. Los datos fueron sistematizados en tres categorías: Iniciando el amamantamiento; Vivenciando el proceso de destete precoz; Manteniendo La lactancia materna exclusiva

  3. Consumo de leite materno e fatores associados em crianças menores de dois anos: Pesquisa Nacional de Saúde, 2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaynã Ramos Flores

    2017-11-01

    Full Text Available O objetivo foi avaliar a prevalência do consumo de leite materno e os fatores associados em crianças brasileiras com menos de dois anos de idade. Estudo transversal, de base nacional, realizado em 2013. Os desfechos foram amamentação entre crianças menores de 24 meses e amamentação exclusiva entre aquelas menores de seis meses de idade. Realizou-se análise hierárquica para fatores associados. As análises foram estratificadas por idade (0-5 meses e 29 dias; 6-11 meses e 29 dias; 12-23 meses e 29 dias de idade. A prevalência de aleitamento materno foi de 56% para o total estudado e, segundo idade, foi de 80% (0-5 meses e 29 dias, 62,3% (6-11 meses e 29 dias e 40,1% (12-23 meses e 29 dias. Nas análises ajustadas, em todas as faixas etárias, a maior prevalência de ingestão de leite materno esteve associada ao menor número de alimentos lácteos consumidos. Entre crianças de 6-11 meses e 29 dias, residir na Região Norte, ter cor da pele preta e situar-se no menor quinto de posse de bens associaram-se a maior prevalência de amamentação. Naquelas entre 12-23 meses e 29 dias, maior prevalência de consumo de leite materno foi associado à cor da pele preta, consumo de líquidos e de alimentos saudáveis, residência na zona urbana, maior escolaridade do chefe da família e posse de maior número de bens. A prevalência de aleitamento exclusivo foi de 20,6%, sendo maior na Região Sul, nos maiores níveis de escolaridade do chefe da família e naquelas crianças com maior número de bens. As prevalências de amamentação e amamentação exclusiva nas crianças brasileiras menores de dois anos podem ser consideradas baixas. As políticas já existentes para aumentar as prevalências de consumo de leite materno, em qualquer faixa etária, devem ser reforçadas.

  4. Aleitamento materno exclusivo e a Escala de Autoeficácia na Amamentação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edficher Margotti

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue determinar los factores relacionados con el tiempo de lactancia materna exclusiva y asociar a las puntuaciones de la Escala de Autoeficacia en el amamantamiento. Se estudiaron 300 binomios madre-bebé de dos capitales del sur del Brasil en 2012, utilizándose la Escala de Autoeficacia en el amamantamiento durante el puerperio y en intervalos de 15 a 120 días después del parto. El promedio materno del escore de lactancia fue de 36 puntos. Los factores de riesgo para lactancia materna fueron: hospitales no Amigos del Niño (p=0,002, escolaridad (≤ 8 años de estudio; p=0,004 y madre que trabajaba (p=0,013. Al evaluar la lactancia materna a los 120 días, mayor edad materna (p=0,039 y puntuación en el examen de lactancia materna (p=0,046 fueron las variables señaladas como factores de protección para el amamantamiento. Para lactancia materna exclusiva, fueron mayor edad de la madre y puntuación en el examen de amamantamiento.

  5. Utilização do diagnóstico de enfermagem segundo a classificação da NANDA, para a sistematização da assistência de enfermagem em aleitamento materno Utilización del diagnóstico de enfermería, según clasificación de la NANDA, para sistematización de la asistencia de enfermería en la lactancia materna Utilization of nursing diagnosis according to NANDA's classification in order to systematize nursing care in breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina F. Vilhena Abrão

    1997-04-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivos descrever a reformulação de um instrumento utilizado na consulta de enfermagem à puérpera, com base na classificação dos diagnósticos de enfermagem, segundo a Taxonomia I-revisada da American Nursing Diagnosis Association - NANDA, e identificar os diagnósticos de enfermagem mais frequentes, relacionados ao aleitamento materno a partir da utilização deste instrumento. Os diagnósticos encontrados em percentuais acima de 50% foram: déficit de conhecimento (100,0%; distúrbio no padrão do sono (75,0%; alteração no padrão de sexualidade (75,0%; amamentação ineficaz (66,6% e mobilidade física prejudicada (66,6%.En este estudio se describe el proceso de reformulación de un guía de evaluación de puérperas, utilizado en la consulta de enfermeria, teniendo como referencia la clasificación de los diagnósticos de enfermería de la Taxonomía I-revisada por la Asociación Norteamericana de Enfermería (NANDA. También son determinados los diagnósticos de enfermería relacionados con la lactancia materna, que fueron calificados con porcentajes superiores a 50%, a partir de la aplicación de la guía reformulada. Ellos son: déficit de conocimiento (100,0%, cambios en el patrón del sueño (75,0%, cambios en el patrón de sexualidad (75,0%, lactancia ineficaz (66,6% y movilidad física disminuida.The present study aimed at describing the reformulated instrument used in the puerperal woman nursing consultation based on the identified diagnoses classification according to the Taxonomy-I reviewed by NANDA, and the identification of the most frequent nursing diagnoses concerning maternal breastfeeding, based on the reformulated instrument. The diagnoses found as being over 50% were: knowledge deficit (100%; sleep pattern disturbance (75%, altered sexuality patterns (75%, ineffective breastfeeding (66,6% and impaired physical mobility (66,6%.

  6. Composição de ácidos graxos do leite materno em mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Y. Nishimura

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a composição de ácidos graxos do leite humano maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira. MÉTODOS: Amostras de leite materno maduro foram obtidas de 47 mulheres lactantes com idade entre 18 e 35 anos, que tiveram partos a termo e em aleitamento exclusivo ou predominante. A coleta de leite se deu a partir da 5ª semana pós-parto, por meio de ordenha manual. A composição de ácidos graxos do leite foi determinada por cromatografia gasosa. RESULTADOS: Verificou-se que a concentração de eicosapentaenoico (0,08% foi superior ao observado em estudos brasileiros prévios. Entretanto, o teor de docosahexaenoico (0,09% encontrado no leite humano foi um dos menores já verificados no mundo. O teor de ácidos graxos trans (2,05% foi similar ao relatado em estudos nacionais prévios à obrigatoriedade de declaração do teor deste em rótulos de alimentos, sugerindo que esta medida não surtiu efeito na redução de seu teor na dieta habitual das mulheres. CONCLUSÕES: Baixo teor de docosahexaenoico e elevada concentração de ácidos graxos trans foram verificados no leite materno maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira.

  7. Apego materno fetal em gestantes que vivem com HIV/Aids

    OpenAIRE

    Faria, Evelise Rigoni de; Gonçalves, Tonantzin Ribeiro; Carvalho, Fernanda Torres de; Ruschel, Patricia Pereira; Lopes, Rita de Cassia Sobreira; Piccinini, Cesar Augusto

    2013-01-01

    A gestação no contexto do HIV/Aids é geralmente acompanhada de intensa ansiedade devido à possível transmissão materno infantil do vírus. Este estudo investigou o apego materno fetal em gestantes que viviam com HIV (n = 88), em comparação a gestantes não portadoras do vírus (n = 79), através da Escala de Apego Materno fetal. Os resultados não revelaram diferenças entre as gestantes quanto ao escore total de apego materno fetal. Entretanto, os dados sugerem que o apego materno fetal pode se ma...

  8. Aleitamento materno e caracterização dos hábitos alimentares na primeira infância: experiência de São Tomé e Príncipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana e Silva

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos: avaliação da amamentação, da diversificação e frequência alimentar, em crianças de São Tomé e Príncipe (STP. Métodos: trata-se de uma amostra constituída por 1285 crianças. O protocolo incluiu a prevalência do aleitamento materno exclusivo (AME e Total (AMT, início da diversificação alimentar (DA e um questionário de frequência alimentar. O tratamento estatístico foi efetuado no SPSS®. Os resultados foram apresentados de acordo com o total da amostra. Resultados: 45,5% são do sexo feminino e a média de idades 26±18 meses. 46,6% fez AME até aos 6 meses (média 5±2. A média de AMT foi 12±7 meses e o início da DA aos 6±3 meses (mediana=6, sendo as farinhas e a canja de peixe os primeiros alimentos oferecidos. 42% das crianças são incluídas na dieta familiar aos 7±3 meses (mediana=6. Elevada porcentagem de crianças nunca ingere: leite de vaca (74% ou iogurte (40%, contrariamente ao elevado consumo de óleo alimentar (34% e açúcar (33%. A idade média de iniciação da cerveja é aos 18±12 meses e vinho de palma 13±10 meses. Conclusões: observa-se uma elevada prevalência de AME e uma precoce introdução da DA. Embora existam recursos alimentares disponíveis, não há informação/ formação adequada para elaborar um plano alimentar saudável durante a infância.

  9. Instrumentos de avaliação do aleitamento materno e seu uso na prática clínica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bárbara Tideman Sartorio

    2017-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivos Identificar instrumentos de avaliação da amamentação e sua aplicação na prática clínica, validação e adaptação transcultural. Método Revisão integrativa, realizada em seis bases de dados e em uma biblioteca eletrônica, entre agosto/2014-dezembro/2015, sem limitação temporal. Resultados Foram identificados 19 instrumentos de avaliação do AM. Destes, 12 foram validados e cinco foram adaptados transculturalmente. Quanto à aplicação, destacam-se seu uso para a avaliação do risco de desmame (BAPT e a percepção/comportamento da mulher em amamentar (BSES-SF e IIFAS. Conclusão A identificação dos instrumentos disponíveis e de suas indicações para a avaliação do AM pode auxiliar profissionais na escolha pelo instrumento a ser utilizado, qualificando a assistência materno-infantil.

  10. Aleitamento e hábitos orais deletérios em respiradores orais e nasais Breast-feeding and deleterious oral habits in mouth and nose breathers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Vitaliano Voi Trawitzki

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: A amamentação promove vários benefícios na criança, entre eles o favorecimento da respiração nasal. Neste estudo verificou-se a relação do padrão respiratório com o histórico de aleitamento e hábitos orais deletérios. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: A população foi constituída por 62 crianças, de 3 anos e 3 meses a 6 anos e 11 meses, as quais foram submetidas à avaliação otorrinolaringológica, para definição dos grupos respiradores nasais e orais e entrevista fonoaudiológica. A avaliação otorrinolaringológica constituiu-se dos seguintes exames: rinoscopia anterior, oroscopia e exame radiológico. Os pais das crianças foram questionados em relação à forma (natural e/ou artificial, e ao período de aleitamento, além da presença de hábitos orais deletérios (sucção e mordida. O teste Exato de Fisher foi utilizado para comparar os grupos em relação à presença ou ausência de hábitos e diferentes períodos de aleitamento. RESULTADOS: O período de aleitamento materno foi maior nos respiradores nasais concentrando-se no período de 3 a 6 meses de idade. Quanto ao uso de mamadeira, os resultados mostraram que a maioria das crianças de ambos os grupos utilizou-se deste tipo de aleitamento nos primeiros anos de vida, não apresentando diferença estatística entre os grupos (p=0.58. A presença de hábitos orais deletérios ocorreu de maneira marcante nos respiradores orais, evidenciando diferença estatisticamente significativa, entre os grupos, para os hábitos de sucção (p=0.004 e hábitos de mordida (p=0.0002. CONCLUSÃO: As crianças respiradoras orais apresentaram um menor período de aleitamento materno e um histórico de hábitos orais presentes comparadas às crianças respiradoras nasais.AIM: Breast-feeding promotes several benefits in childhood, among them favoring the nasal breathing. In the present study, the relationship between breathing pattern

  11. Apego materno fetal em gestantes que vivem com HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Rigoni de Faria

    2013-06-01

    Full Text Available A gestação no contexto do HIV/Aids é geralmente acompanhada de intensa ansiedade devido à possível transmissão materno infantil do vírus. Este estudo investigou o apego materno fetal em gestantes que viviam com HIV (n = 88, em comparação a gestantes não portadoras do vírus (n = 79, através da Escala de Apego Materno fetal. Os resultados não revelaram diferenças entre as gestantes quanto ao escore total de apego materno fetal. Entretanto, os dados sugerem que o apego materno fetal pode se manifestar de maneira peculiar entre as gestantes que vivem com HIV/Aids: as interações mãe-bebê parecem focar o momento presente da gestação, e os cuidados de saúde com o bebê parecem atrelados àqueles voltados à saúde materna diante da infecção. É possível que a escala não seja suficientemente sensível para eventuais diferenças associadas ao contexto do HIV/Aids. Sugere-se que novos estudos revisem os itens da escala visando maior aproximação das particularidades suscitadas pela infecção quanto ao apego materno fetal.

  12. Variáveis que influenciam a manutenção do aleitamento materno exclusivo Variables que influencian la manutención del amamantamiento materno exclusivo Variables that influence the maintenance of exclusive breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Zanon Narchi

    2009-03-01

    Full Text Available Pesquisa descritiva, exploratória e retrospectiva, com abordagem quantitativa, realizada em uma comunidade carente de São Paulo com o objetivo de verificar se a manutenção do aleitamento exclusivo (AE nos primeiros seis meses é influenciada pelas variáveis: contato precoce na primeira hora após o nascimento, permanência em alojamento conjunto, tipo de parto e tipo de hospital. Os dados foram coletados de 75 prontuários e analisados com a metodologia de equações de estimação generalizada. Os resultados mostraram que as variáveis alojamento conjunto, tipo de hospital e tipo de parto interferiram na manutenção do AE, o mesmo não ocorrendo com o contato precoce. Concluiu-se que os índices de AE foram maiores nos casos em que mãe e bebê permaneceram constantemente juntos após o parto, em hospitais amigos da criança e após partos normais. Constatou-se que a assistência recebida pela mulher durante o processo de parto e nascimento influencia de forma direta a amamentação.Se trata de una investigación descriptiva, exploratoria y retrospectiva, con abordaje cuantitativo, realizada en una comunidad carente de San Pablo, con el objetivo de verificar si la manutención del amamantar exclusivo (AE en los primeros seis meses fue influenciada por las variables: contacto precoz en la primera hora después del nacimiento, permanencia en el mismo alojamiento, tipo de parto y tipo de hospital. Los datos fueron recolectados de 75 registros y analizados con la metodología de ecuaciones de cálculo generalizado. Los resultados mostraron que las variables alojamiento conjunto, tipo de hospital y tipo de parto interfirieron en la manutención del AE, lo mismo no ocurrió con el contacto precoz. Se concluye que los índices de AE fueron mayores en los casos en que la madre y el bebé permanecieron constantemente juntos después del parto, en hospitales amigos del niño y después de partos normales. Se constató que la asistencia recibida por

  13. Alimentação do recém-nascido pré-termo: aleitamento materno, copo e mamadeira Feeding preterm infants: breast, cup and bottle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Monteiro Correia Medeiros

    2011-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a oferta de seio materno em bebês nascidos pré-termos, internados na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital e Maternidade Neomater, relacionando este dado com a forma de oferecer a dieta (copo ou mamadeira, na ausência da mãe, e a estimulação fonoaudiológica realizada. MÉTODOS: Participaram 48 recém-nascidos prematuros, com idade gestacional inferior ou igual a 36 6/7 semanas, com peso PURPOSE: To assess the offer of the maternal breast in preterm babies hospitalized at the Intensive Care Unit of the Hospital and Maternity Neomater, linking this datum with the manner to feed them (cup or bottle in the absence of the mother, and the speech-language stimulation carried out. METHODS: Forty-eight newborn preterm infants with gestational age less than or equal to 36 6/7 weeks, weighting <2500 grams and with stable respiratory pattern participated in this study. The newborns were divided into two groups: group A (35 newborns with bottle feeding, and group B (13 newborns with cup feeding. Speech-Language Pathology monitoring was organized in Stage 1 (non-nutritive sucking in "gloved finger" or "empty breast" concomitant with enteral feeding; Stage 2 (oral feeding offer - maternal breast, bottle or cup - with complement provided by enteral feeding; Stage 3 (exclusive oral feeding offer - maternal breast, bottle or cup; Stage 4 (effective breastfeeding offer. A comparison was carried out between the groups regarding the number of days in each phase. Data were statistically analyzed using the independent t-test, with significance level of 5%. RESULTS: There were no significant differences between the groups for any of the studied parameters. Breast feeding was equally accepted by newborns in the cup and the bottle groups. CONCLUSION: Breast feeding can be equally accepted, regardless the alternative feeding form used (cup or bottle, provided that there is adequate Speech-Language Pathology monitoring and encouragement to

  14. Aleitamento materno e sua influência nas habilidades orais de crianças Lactancia materna y su influencia en las habilidades orales del niño Influence of breastfeeding on children's oral skills

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lisiane Martins Da Silveira

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a influência de hábitos orais e do aleitamento materno sobre as habilidades orais de crianças. MÉTODOS: Estudo transversal que avaliou as habilidades orais de 125 crianças nascidas a termo, aos nove meses de idade, pertencentes à macrorregião centro-oeste do estado do Rio Grande do Sul, no período de agosto de 2010 a março de 2011. As variáveis estudadas incluíram avaliação das habilidades orais e informações sobre o aleitamento materno e a introdução da alimentação complementar. Análise de regressão logística simples e múltipla foi utilizada na análise dos resultados. RESULTADOS: O aleitamento materno influenciou positivamente a aquisição das habilidades orais de sucção das crianças aos nove meses de idade (OR 3,1; IC95% 1,2;8,3 e o hábito de usar a chupeta influenciou negativamente tais habilidades (OR 0,1; IC95% 0,03;0,6. CONCLUSÕES: O aleitamento materno contribuiu para o amadurecimento orofacial, pois melhorou a habilidade oral de sucção. O uso da chupeta mostrou alterar o funcionamento do sistema estomatognático. Os pais devem ser esclarecidos e recomendados a evitar o uso de chupetas durante a infância.OBJETIVO: Evaluar la influencia de hábitos orales y de la lactanciamaterna sobre las habilidades orales de los niños MÉTODOS: Estudio transversal que evaluó las habilidades orales de 125 niños nacidos a término, a los nueve meses de edad, pertenecientes a la macro región centro oeste del Estado de Rio Grande do Sul, Brasil, en el período de agosto de 2010 a marzo de 2011. Las variables estudiadas incluyeron evaluación de las habilidades orales e informaciones sobre la lactancia materna y la introducción de la alimentación complementaria. Los resultados se analizaron utilizando regresión logística simple y múltiple. RESULTADOS: La lactancia materna influenció positivamente en la adquisición de habilidades orales de succión de los niños a los nueve meses de edad (OR=3

  15. Contributions of the nursing intervention in primary healthcare for the promotion of breastfeeding Contribuciones de la intervención de enfermería de cuidados de salud primarios para la promoción del amamantamiento materno Contributos da intervenção de enfermagem de cuidados de saúde primários para a promoção do aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Carlos Carvalho da Graça

    2011-04-01

    analisar os contributos das intervenções de enfermeiras de Cuidados de Saúde Primários, com primíparas, na promoção do aleitamento materno. Trata-se de um desenho quase-experimental, longitudinal, com amostra de 151 primíparas, com menos de 28 semanas de gravidez, entre 15 de outubro de 2007 e 29 de fevereiro de 2008, com filhos vivos aos seis meses após o parto. A quase totalidade das mulheres iniciou o aleitamento materno, verificando-se quebra acentuada da prevalência até os seis meses. A duração média do aleitamento materno foi 123,8±68,9 dias. A intervenção que se iniciou no pré-parto e se prolongou para o pós-parto, com diversidade de estratégias (consulta individual; curso de preparação para a parentalidade/parto e visita domiciliária e contextos de intervenção (serviços de saúde e domicílio, teve efeitos significativos na duração do aleitamento materno, não se verificando na prevalência.

  16. Factors associated to breastfeeding cessation before 6 months Factores asociados al abandono de la lactancia materna durante los primeros 6 meses de vida Fatores associados ao abandono do aleitamento materno durante os primeiros seis meses de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antoni Oliver Roig

    2010-06-01

    peor acceso a la información; también debería controlarse el uso de chupetes y suplementos de leche artificial (LA no indicados.O objetivo da pesquisa foi identificar os fatores associados ao abandono do aleitamento materno (AM e do aleitamento materno completo (AMC. Foram acompanhadas 248 mães que fizeram visita pós-parto. Os dados foram coletados mediante entrevista pessoal durante o primeiro mês pós-parto e, pelo telefone, aos quatro e seis meses seguintes. A análise se realizou mediante a Regressão de Cox. Os resultados mostram associação entre o abandono da AMC e do AM com o fato de não se ter amamentado anteriormente, com AM anterior ≤4 meses, e, com pior avaliação da experiência anterior. O menor nível de estudos se relaciona com maior abandono do AM e das chupetas, ou suplementos no hospital com o abandono da AMC. A educação pré-natal é fator protetor para o AMC e o AM. Conclui-se que o apoio ao AM deveria intensificar-se nas mães: sem experiência anterior, com experiência negativa, e, com pior acesso à informação; também deveria ser controlado o uso da chupeta e dos suplementos de leite artificial (LA não indicados.

  17. Representações sociais de mulheres sobre a amamentação: teste de associação livre de idéias acerca da interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo Representaciones Sociales de Mujeres Sobre el Amamantamiento: Prueba de Asociación Libre de Ideas Acerca de la Interrupción Precoz del Amamantamiento Materno Exclusivo Social Representations of Women on Breastfeeding: Free Association of Ideas Test About the Early Interruption of the Exclusive Maternal Breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cácia Mônica Osório

    2007-06-01

    Full Text Available A interrupção prematura do aleitamento materno exclusivo (AME constitui um problema com características biológicas, psicológicas e socioculturais. Este trabalho visa descrever as representações sociais da amamentação para mulheres que interromperam precocemente o AME. Foram entrevistadas 30 mulheres (15 trabalhavam no lar - Ntr, 15 trabalhavam fora - Tr em aleitamento misto atendidas no Programa Saúde da Família do município de Resende (RJ. Os dados foram coletados de agosto a outubro de 2005 através do Teste de Associação Livre de Idéias, visando emergir associações relativas às palavras exploradas ao nível dos estereótipos sociais, seguido da análise de conteúdo de Bardin. Os dados mostraram elevada freqüência da categoria "prazer, amor e carinho", demonstrando o reconhecimento da importância do aleitamento e do leite humano. "Saúde do bebê" teve maior expressividade no grupo NTr, sugerindo que essas mulheres ancoraram a amamentação no processo saúde-doença. Concluiu-se que as mulheres reconhecem a importância de amamentar, mas não de sua exclusividade até o sexto mês.La interrupción prematura del amamantar materno exclusivo (AME constituye un problema con características biológicas, psicológicas y socioculturales. El presente trabajo pretende describir las representaciones sociales sobre el amamantar por mujeres que interrumpen de manera precoz el AME. Entrevistamos 30 mujeres (15 trabajaban en hogar - Ntr, 15 trabajaban fuera de la casa - Tr en amamantar mezclado asistidas en el PSF del municipio de Resende (RJ. Los datos fueron coleccionados de agosto a septiembre de 2005, por medio de una Prueba de Libre Asociación de Ideas, pretendiendo resultar asociaciones relativas a las palabras exploradas al nivel de los estereotipos sociales, al que se siguió el análisis del contenido de Bardin. Los datos apuntaron señales de elevada frecuencia de categoría "placer, amor y cariño", que demuestran el

  18. Protagonista da amamentação ou instrumento da política de saúde infantil?: a enunciação da mulher nos materiais oficiais de promoção e orientação ao aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irene Rocha Kalil

    2016-03-01

    Full Text Available Resumo Este artigo analisa materiais de promoção e orientação ao aleitamento materno recentes, pro duzidos pelo Ministério da Saúde (MS brasileiro, identificando aproximações e diferenças entre os discursos voltados a gestantes e lactantes e aqueles dirigidos a profissionais de saúde em relação aos sentidos propostos acerca da mulher. Com base na teoria da enunciação, identificamos que, mesmo permanecendo o eu ou sujeito da enunciação dos discursos analisados, identificado como MS, per sistem distinções significativas na abordagem da mulher. Nos manuais para profissionais de saúde, nos quais a mulher é o sujeito sobre quem se fala, é mais comum ela aparecer representada como in divíduo dotado de subjetividade e protagonista do processo. Por outro lado, de modo geral, as mulheres são tratadas de forma objetificada nos materiais voltados a elas mesmas, o que se revela por meio de linguagem normativa e imperativa que as configura como instrumento da política oficial de saúde in fantil. Defendemos que compreender como o objeto de que se fala é constituído por/nesses discursos, assim como desvelar como neles se constroem as posições de sujeito e relações de poder, possibilita -nos problematizar essa comunicação que, de modo geral, negligencia as experiências e expectativas da mãe no processo de amamentação.

  19. Tecnologias de enfermagem para promoção do aleitamento materno: revisão integrativa da literatura Tecnologías de enfermería para promover la lactancia materna: revisión integradora Nursing technologies to promote breastfeeding: integrative literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emanuella Silva Joventino

    2011-03-01

    Full Text Available Objetivou-se realizar uma revisão integrativa da literatura sobre os tipos de tecnologias que o enfermeiro tem desenvolvido ou que o mesmo poderia utilizar para a promoção do aleitamento materno. Realizou-se em outubro de 2009 uma busca com os descritores aleitamento materno (breastfeeding, enfermagem (nursing e tecnologia (technology nas bases: CINAHL, Scopus, PubMed e LILACS. Encontraram-se 127 referências, das quais dez participaram da análise por atenderem aos critérios de seleção do estudo. Verificou-se que a maioria dos estudos (6 - 60% foi encontrada no Pubmed, na língua inglesa (8 - 80% e não citou o tipo de estudo (4 - 40%. Identificaram-se 13 tipos de tecnologias para o cuidado, classificadas como dura (8 - 61,5% e leve (5 - 38,5%, cujo principal público-alvo foi mães de crianças (9 - 90%, sendo a tecnologia mais utilizada o vídeo/filmagem (4 - 40%. Assim, deve-se estimular o uso de tecnologias, sobretudo as consideradas leves e leves-duras, por serem práticas, facilmente desenvolvidas e aplicáveis.El objetivo fue hacer una revisión integradora sobre los tipos de tecnologías que el enfermero ha desarrollado o que lo mismo podrá utilizarse para la promoción de la lactancia materna. Llevado a cabo en octubre de 2009 por meio de una búsqueda con los descriptores: lactancia materna (breastfeeding, enfermería (nursing y tecnología (technology en las bases: CINAHL, Scopus, PubMed y LILACS. Se han encontrado 127 referencias, de las cuales diez participaron del análisis por cumpriren los criterios de selección del estudio. Se encontró que la mayoría (60 - 60% de los estudios fue encontrada en PubMed, en inglés (80 - 80% y no se mencionó el tipo de estudio (4 - 40%. Se identificaron trece tipos de tecnologías para el cuidado, clasificadas como dura (8 a 61,5% y leve (5 a 38,5%, cuyo principal público fue las madres de los niños (90-90%, y la tecnología más utilizada fue de vídeo / cine (4 - 40%. Por lo tanto

  20. Resultados maternos e neonatais em centro de parto normal peri-hospitalar e hospital

    OpenAIRE

    Schneck,Camilla Alexsandra; Riesco,Maria Luiza Gonzalez; Bonadio,Isabel Cristina; Diniz,Carmem Simone Grilo; Oliveira,Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de

    2012-01-01

    OBJETIVO: Comparar os resultados maternos e neonatais em mulheres de baixo risco atendidas em centro de parto normal peri-hospitalar e hospital. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra representativa de mulheres de baixo risco atendidas em São Paulo, SP, de 2003 a 2006. Foram incluídas 991 mulheres que tiveram o parto no centro de parto normal e 325 que deram à luz no hospital. Os dados foram obtidos dos prontuários. A análise comparativa foi realizada para o total de m...

  1. Resultados maternos e neonatais em centro de parto normal peri-hospitalar e hospital

    OpenAIRE

    Schneck, Camilla Alexsandra; Riesco, Maria Luiza Gonzalez; Bonadio, Isabel Cristina; Diniz, Carmem Simone Grilo; Oliveira, Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de

    2012-01-01

    OBJETIVO: Comparar os resultados maternos e neonatais em mulheres de baixo risco atendidas em centro de parto normal peri-hospitalar e hospital. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra representativa de mulheres de baixo risco atendidas em São Paulo, SP, de 2003 a 2006. Foram incluídas 991 mulheres que tiveram o parto no centro de parto normal e 325 que deram à luz no hospital. Os dados foram obtidos dos prontuários. A análise comparativa foi realizada para o total de mulheres e estratificada...

  2. Relação entre aleitamento materno e hábitos de sucção não nutritivos The relation between maternal breast feeding and non-nutritive sucking habits

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzely Adas Saliba Moimaz

    2011-05-01

    Full Text Available Este estudo objetivou identificar o tipo e o período de tempo de aleitamento recebido por crianças e verificar a associação com hábitos de sucção não nutritivos. Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo, no qual foi aplicado um questionário em 330 mães ou responsáveis por crianças de 3 a 6 anos matriculadas em pré-escolas de Araçatuba (SP, após consentimento livre e esclarecido. Observou-se que 86,4% das mães amamentaram seus filhos. Quanto ao período de tempo, apenas 33,4% delas amamentaram exclusivamente no peito após seis meses de vida. O tempo médio de amamentação materna exclusiva recebida foi 3,84 meses e o de aleitamento complementar foi de 11,68 meses. Do total, 53,3% relataram que os filhos apresentavam hábitos de sucção não nutritivos, e destes 70,45% não foram amamentados exclusivamente no peito durante os seis primeiros meses de vida, existindo associação significativa entre os dois (pThis study sought to identify the type and duration of breastfeeding received by children and establish the association with non-nutritive suction habits. A retrospective, transversal study was conducted using a questionnaire given to 330 mothers or persons responsible for 3 to 6-year-old children registered in kindergartens in Araçatuba, State of São Paulo, after obtaining their free and informed consent. It was revealed that 86.4% of mothers breastfed their children. With respect to duration, only 33.4% of these mothers breastfed exclusively after 6 months. The average time of exclusive breastfeeding received by children was 3.84 months and complementary breastfeeding was 11.68 months. Of this total, 53.3% reported that their infants manifested non-nutritive suction habits and of these children, 70.45% were not exclusively breastfed for the first 6 months, there being a significant association between both (p<=0.05. Pacifier use was the most frequent habit (44.4%, showing a statistically significant association

  3. A maior dor do mundo: o luto materno em uma perspectiva fenomenológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joanneliese Lucas de Freitas

    2014-06-01

    Full Text Available O presente trabalho busca refletir sobre a vivência do luto materno na sociedade brasileira contemporânea, a partir da perspectiva fenomenológico-existencial. Foi realizada uma pesquisa qualitativa com três mães enlutadas. Utilizou-se o método fenomenológico de entrevistas, com uso de pergunta disparadora. A análise dos dados seguiu os quatro passos metodológicos de Giorgi. O relato das mães evidenciou diferentes temáticas, descritas por meio de dez elementos constituintes da vivência de luto materno, a saber: dor; perda de um modo de existir; espiritualidade; culpa; perda do sentido do mundo-da-vida; vontade de morrer; fragmentação dos laços afetivos; engajamento em projetos relacionados ao filho; perpetuação da memória do filho; estreitamento de laços com pessoas significativas para o morto. Os resultados obtidos na pesquisa indicam que, embora o luto se modifique ao longo do tempo, a perda de um filho jamais é superada, sendo este sofrimento compreendido não mais como uma condição patológica, mas como especificidades a serem compreendidas.

  4. Perfil sanguíneo e peso de órgãos internos de bezerros leiteiros criados em diferentes sistemas de aleitamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael A. Azevedo

    2014-08-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o perfil sanguíneo e o tamanho absoluto e relativo dos órgãos internos de bezerros em sistema de aleitamento convencional ou fracionado. Foram utilizadas 10 fêmeas, com peso corporal inicial médio de 37,53 kg (±2,36 e 12 machos com peso corporal médio de 81,6 kg (±8,6, ambos da raça Holandesa. O aleitamento convencional constituiu-se de quatro litros de leite fornecidos diariamente durante 54 dias de avaliação e o fracionado, de seis litros do 6º ao 25º dias de idade, quatro litros do 26º ao 45º dias de idade e dois litros do 46º ao 59º dias de idade, além de concentrado, feno de Cynodon sp., água e suplemento mineral fornecidos ad libitum. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, com cinco repetições para os parâmetros sanguíneos e seis repetições para o desenvolvimento dos órgãos internos. As coletas de sangue foram realizadas nas fêmeas nos dias sete, 21, 28, 42, 49 e 56 de idade. Para a avaliação dos órgãos internos os machos foram abatidos aos dois meses de idade, após jejum de 16 horas. Não foram observadas diferenças para os valores de proteínas totais, albumina, globulina, creatinina, ureia, colesterol e β-hidroxibutirato nas idades avaliadas (p>0,05. Entretanto, para a concentração de glicose houve interação entre os sistemas de aleitamento e os períodos avaliados, podendo ser observado que com 21 dias de idade a concentração foi maior nas bezerras mantidas em sistema fracionado, quando comparadas aos animais do grupo convencional. O sistema de aleitamento não alterou o peso corporal final, peso corporal final vazio e o peso dos órgãos internos, exceto para o coração, demonstrando que o sistema de aleitamento fracionado não altera as avaliações dos órgãos internos.

  5. Influência da técnica de amamentação nas freqüências de aleitamento materno exclusivo e lesões mamilares no primeiro mês de lactação The influence of breastfeeding technique on the frequencies of exclusive breastfeeding and nipple trauma in the first month of lactation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Enilda M. L. Weigert

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a influência da técnica de amamentação nas freqüências de aleitamento materno exclusivo e de lesões mamilares no primeiro mês de lactação. MÉTODOS: Foram pesquisados parâmetros desfavoráveis à amamentação (cinco relacionados ao posicionamento mãe/bebê e três à pega do bebê em 211 mães/bebês na maternidade e, aos 30 dias, no domicílio. Foram comparadas as freqüências desses parâmetros entre as duplas com e sem amamentação exclusiva aos 7 e 30 dias, e entre as mães com e sem lesões mamilares na maternidade. RESULTADOS: O número de parâmetros desfavoráveis na maternidade foi semelhante nas duplas com e sem amamentação exclusiva aos 7 e 30 dias. Porém, aos 30 dias, foi, em média, menor nas duplas em amamentação exclusiva, tanto no posicionamento (1,7±1,2 versus 2,2±1,1; p = 0,009 quanto na pega (1,0±0,6 versus 1,4±0,6; p OBJECTIVE: To investigate the influence of breastfeeding technique on the frequencies of exclusive breastfeeding and nipple trauma in the first month of lactation. METHODS: We searched for unfavorable parameters of breastfeeding (five related to mother/baby positioning and three related to baby' latch on in 211 mother-baby pairs in the maternity ward and at day 30, at home. We compared the frequencies of these parameters between mothers practicing or not exclusive breastfeeding at days 7 and 30, and between mothers with or without nipple trauma at the hospital. RESULTS: The number of unfavorable parameters in the maternity ward was similar for mother-baby pairs practicing or not exclusive breastfeeding at day 7 and 30. However, at day 30, it was, on average, lower among those under exclusive breastfeeding, regarding positioning (1.7±1.2 vs 2.2±1.1; p = 0.009 as well as latch on (1.0±0.6 vs 1.4±0.6; p < 0.001. The number of unfavorable parameters related to latch on in the maternity ward was similar for women with or without nipple trauma, but women without trauma

  6. RELAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO, HÁBITOS DE SUCÇÃO, ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS E FUNÇÕES ESTOMATOGNÁTICAS

    OpenAIRE

    Aline Prade Neu

    2012-01-01

    A importância do aleitamento materno vem sendo enfatizada em função dos benefícios que o mesmo exerce no desenvolvimento infantil, além da grande influência no desenvolvimento do sistema estomatognático. Desta forma, este estudo teve como objetivo verificar a relação entre o aleitamento e hábitos de sucção, aspectos socioeconômicos e o sistema estomatognático. Como procedimento inicial foi aplicado questionário aos pais ou responsáveis de 195 crianças de ambos os sexos, entre cinco anos a oit...

  7. Validação de álbum seriado para promoção do aleitamento materno Validación de un álbum seriado para la promoción de la lactancia materna Validation of a flip chart for promoting breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Cláudia Melo Dodt

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Validar um álbum seriado a respeito da autoeficácia em aleitamento materno quanto ao conteúdo e à aparência. MÉTODOS: Com base na versão traduzida da Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form foram elaboradas sete ilustrações e suas respectivas fichas-roteiro. Realizou-se a validade aparente (clareza/compreensão e a validade de conteúdo (relevância com base na avaliação de dez juízes. RESULTADOS: As considerações dos juízes foram acatadas em relação à clareza/compreensão. O Índice de Validade de Conteúdo foi 0,92 quanto às figuras e 0,97, quanto às fichas-roteiro, caracterizando o álbum seriado como uma estratégia válida. CONCLUSÕES: O álbum seriado pode ser utilizado nos diversos campos de atuação da enfermagem, inclusive no alojamento conjunto.OBJETIVO: Validar un álbum seriado respecto a la autoeficacia de la lactancia materna en cuanto al contenido y la apariencia. MÉTODOS: Con base en la versión traducida de la Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form se elaboraron siete ilustraciones y sus respectivas fichas-guía. Se llevó a cabo la validez aparente (claridad/comprensión y la validez de contenido (relevancia mediante la evaluación de diez jueces. RESULTADOS: Las consideraciones de los jueces fueron acatadas en relación a laclaridad/comprensión. El Índice de Validez de Contenido fue de 0,92 en cuanto a las figuras y de 0,97, en cuanto a las fichas-guía, caracterizando el álbum seriado como una estrategia válida. CONCLUSIONES: El álbum seriado puede ser utilizado en los diversos campos de actuación de la enfermería, inclusive en el alojamiento conjunto.OBJECTIVE: To validate a flipchart with respect to self-efficacy in breastfeeding, regarding its content and appearance. METHODS: Based on the translated version of the Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form, seven illustrations and their respective flipcharts were prepared. Face validity (clarity / understanding and

  8. Fatores associados à interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo e à introdução tardia da alimentação complementar no centro-oeste brasileiro Risk factors for early interruption of exclusive breastfeeding and late introduction of complementary foods among infants in midwestern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisela S. Brunken

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores associados à interrupção precoce (antes dos 4 meses do aleitamento materno exclusivo e à introdução tardia (após os 8 meses de alimentos complementares. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal, por meio de inquérito, no primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação de 2004 em Cuiabá (MT. A amostra consistiu de 921 crianças menores de 1 ano, cujos acompanhantes foram entrevistados utilizando questionário semi-estruturado. Aplicou-se técnica de probitos para avaliação da oferta de líquidos e sólidos, e análise de regressão logística para análise de fatores associados à introdução precoce de líquidos ou introdução tardia de sólidos. RESULTADOS: Observou-se elevado consumo de água e chás, seguido pelo de leite de vaca, nos menores de 120 dias. A chance de estar ofertando líquido no momento do inquérito foi maior para as crianças que receberam tais alimentos no dia da alta da maternidade. A partir dos 8 meses, aproximadamente 60% das crianças estavam recebendo sopa ou comida da família. CONCLUSÕES: A oferta de líquidos no primeiro dia em casa mostrou-se um bom preditor desse hábito nos primeiros 4 meses, reforçando a necessidade de ações no acompanhamento pré-natal e na maternidade sobre os malefícios dessa prática. Após os 8 meses, no entanto, há que se reforçar a importância da participação da criança na comida da família, especialmente para as mães adultas, com menos do que o 3º grau de escolaridade e primíparas.OBJECTIVE: To identify factors associated with early interruption (before 4 months of exclusive breastfeeding and late introduction (after 8 months of complementary foods. METHODS: This is a cross-sectional study, based on a survey conducted on the first day of the National Vaccination Campaign in 2004, in Cuiabá, MT, Brazil. The sample comprised 921 children less than 1 year old, and the adult accompanying each child was interviewed and a semi

  9. A percepção das mães sobre o apoio paterno: influência na duração do aleitamento materno La percepción de las madres sobre el apoyo paterno: influencia en la duración de la lactancia materna The maternal perception on paternal support: influence on the duration of breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Palma da Silva

    2012-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudo de coorte prospectiva dos bebês nascidos na cidade de Pelotas entre setembro de 2002 e maio de 2003, com o objetivo de avaliar a percepção das mães quanto ao apoio paterno e sua influência na duração do aleitamento materno (AM. MÉTODOS: A população inicial do estudo foi de 2.741 bebês, sendo que uma amostra aleatória de 30% destes foi acompanhada no 1º, 3º e 6º meses, baseada em cálculo amostral com um nível de significância de 95% e poder estatístico de 80% para detectar risco relativo de 2,0. Foram realizadas análises univariada e multivariada, sendo que somente as variáveis com pOBJETIVO: Estudio de cohorte prospectivo de los bebés nacidos en la ciudad de Pelotas (Rio Grande do Sul, Brasil, entre septiembre de 2002 y mayo de 2003, con el objetivo de evaluar la percepción de las madres respecto al apoyo paterno y su influencia en la duración de la lactancia materna (LM. MÉTODOS: La población inicial del estudio fue de 2.741 bebés, siendo acompañada en el primero, tercero y sexto meses una muestra aleatoria y representativa de 30% de éstos, basada en cálculo muestral, con un nivel de significancia de 95% y poder estadístico de 80%, para detectar riesgo relativo de 2,0. Se realizaron análisis uni y multivariados, siendo que solamente las variables con pOBJECTIVE: A cohort prospective study of newborns in the city of Pelotas, Southern Brazil, between September 2002 and May 2003, which aims at evaluating the perception of mothers as to fatherly support and its influence in breastfeeding duration. METHODS: The initial population included 2,741 babies, and a random and representative sample of 30% was followed-up on the first, third, and sixth months, with a significance level of 95% and statistical power of 80% to detect a relative risk of 2.0. Univariate and multivariate analyses were applied. Variables with p<0.05 were considered as significantly associated with the outcome. RESULTS: In the first

  10. The materno-fetal interface in llama (Lama guanicoe glama A interface materno-fetal em lhamas (Lama guanicoe glama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David M. Iturrizaga

    2007-06-01

    Full Text Available Samples from 9 llamas (28 through 36 weeks of gestation were collected and fixed in 4% buffered paraformaldehyde (light microscopy and in 2.5% buffered glutaraldehyde (transmission and scanning electron microscopy. The material was processed in paraplast and slides (5mm were stained with HE, PAS, Masson-Trichrome, acid phosphatase and Perl's. The uteroferrin was immunolocalized. The results show that llama placenta is chorioallantoic, diffuse, folded and epitheliochorial, and the fetus is covered with an epidermal membrane. The trophoblast cells have variable morphology: cubic, rounded and triangular cells, with cytoplasm containing PAS-positive granules. Binucleated cells with large cytoplasm and rounded nuclei, as well as giant trophoblastic cells with multiple nuclei were also observed. Numerous blood vessels were observed beneath the cells of the uterine epithelium and around the chorionic subdivided branches. Glandular activity was shown by PAS, Perl's, and acid phosphatase positive reactions in the cytoplasm and glandular lumen, and by immunolocalization of the uteroferrin in the glandular epithelium. The uterine glands open in spaces formed by the areoles, which are filled by PAS-positive material. The llama fetus was covered by the epidermal membrane, composed of stratified epithelium, with up to seven layers of mono-, bi- or trinucleated cells. The high level of maternal and fetal vascularization surfaces indicates an intense exchange of substances across both surfaces. The metabolic activity shown in the uterine glands suggests an adaptation of the gestation to the high altitudes of the natural habitat of this species.Fragmentos da placenta de 9 animais (28-36 semanas de gestação, provenientes do Instituto Veterinario de Investigaciones Tropicales y de Altura (IVITA, Cusco-Peru, e da Universidad del Altiplano (UNA, Puno-Peru, foram colhidos e fixados em paraformoldeído 4% em PBS para microscopia de luz e em glutaraldeido em 2,5% PBS

  11. Custo e economia da prática do aleitamento materno para a família Costs and savings for the family as the result of breast feeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Fátima Moura de Araújo

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: comparar o custo da alimentação complementar da nutriz em relação à alimentação do bebê com substitutos do leite materno. MÉTODOS: o custo do gasto energético da lactação foi calculado com a adição de um ou dois alimentos da dieta habitual para suprir a demanda extra da lactante. Foram elaborados e calculados cardápios adicionais para a nutriz, e estimado o custo da alimentação com fórmula infantil e com leite de vaca tipo C para lactentes menores de seis meses, segundo recomendações nutricionais para essas fases da vida, para um consumo de seis meses. Determinou-se a porcentagem de salário mínimo gasto com cada tipo de alimentação. RESULTADOS: observou-se que a alimentação complementar da nutriz custa em média 8,7% do salário mínimo. Gasta-se aproximadamente 35% do salário mínimo na alimentação do bebê com fórmula infantil e 11% com leite de vaca tipo C. CONCLUSÕES: os resultados apontam que é mais barato e eficaz garantir a complementação alimentar de nutrizes carentes, para se promover a amamentação, que distribuir fórmulas ou leites, e favorecer o desmame precoce.OBJECTIVES: to compare supplementary food cost of nursing mothers related to breast feeding with breast milk substitutes. METHODS: the cost of energy spent during lactation was calculated with the addition of one or two types of food of the usual diet to supply the extra demand of a nursing baby. Menus were designed and calculated for the mothers and food cost estimated as well as the cost of baby formulas and type C cow milk for children under six months of age according to nutritional recommendations for this phase of life considering a six month consumption period. Percentage of minimum wage spent with each type of food was determined. RESULTS: supplementary food offered to mothers has an average cost of 8.7% of the minimum wage. Approximately 35% of the minimum wage is spent in feeding the baby with formulas and 11% with type

  12. Iniciativa Hospital Amigo da Criança: uma política de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno Iniciativa Hospital Amigo del Niño: una política de promoción, protección y apoyo a la lactancia materna Baby-friendly Hospital Initiative: a policy of promoting, protecting and supporting breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Fontes Figueredo

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Realizar uma revisão da literatura sobre os dez passos da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC. MÉTODOS: Buscou-se documentos e artigos científicos publicados em bases de dados PubMED, Medline, SciELO e LILACS. RESULTADOS: Foram identificadas inicialmente 110 referências sobre a IHAC, entre os anos de 1979 a 2009. Aproximadamente 21% foram publicadas na década de 1990 e 79% entre 2000 a 2009, sendo 10,8% em livros e documentos oficiais do Ministério da Saúde, Organização Panamericana de Saúde e Organização Mundial da Saúde e 89,2% em artigos indexados nas bases de dados consultadas. Destes foram selecionadas 35 referências. Os estudos analisados evidenciaram que as mudanças nas práticas hospitalares de acordo com os Dez Passos da IHAC aumentaram a prevalência do aleitamento materno. CONCLUSÃO: Por meio dos estudos analisados a IHAC tem se mostrado efetiva no aumento da prática da amamentação em muitas regiões do mundo, contribuindo com a redução da morbi-mortalidade infantil.OBJETIVO: Realizar una revisión de la literatura sobre los diez pasos de la Iniciativa Hospital Amigo del Niño (IHAN. MÉTODOS: Se buscó documentos y artículos científicos publicados en bases de datos PubMED, Medline, SciELO y LILACS. RESULTADOS: Fueron identificados inicialmente 110 referencias sobre la IHAN, entre los años de 1979 a 2009. Aproximadamente el 21% fueron publicadas en la década de 1990 y el 79% entre 2000 a 2009, siendo el 10,8% en libros y documentos oficiales del Ministerio de Salud, Organización Panamericana de la Salud y Organización Mundial de la Salud y el 89,2% en artículos indexados en las bases de datos consultadas. De éstos fueron seleccionadas 35 referencias. Los estudios analizados evidenciaron que los cambios en las prácticas hospitalarias de acuerdo con los Diez Pasos de la IHAN aumentaron la prevalencia de la lactancia materna. CONCLUSIÓN: Por medio de los estudios analizados la IHAN se ha

  13. Controle Psicológico Materno e Problemas Internalizantes em Pré-Escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taiane Lins

    Full Text Available RESUMOO estudo investigou as relações entre o controle psicológico e o controle comportamental materno e os problemas internalizantes de crianças entre 3 e 5 anos. Participaram 103 mães que responderam ao CBCL e à Entrevista Estruturada sobre Práticas Educativas Parentais e Socialização Infantil. Os resultados revelaram que duas das síndromes que representam o agrupamento de problemas internalizantes, ansiedade/depressão e retraimento, estiveram positivamente correlacionadas ao controle crítico, uma das dimensões do controle psicológico. É possível que o controle crítico materno limite o desenvolvimento socioemocional da criança e o acesso a reforçadores, contribuindo para o surgimento do retraimento e de sintomas de ansiedade/depressão. Discute-se também a relevância de outras variáveis para a compreensão dos problemas internalizantes, como as práticas de socialização emocional.

  14. Projeto de extensão universitária em enfermagem materno-infantil: qualitativos e quantitativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonieta Rubio Tyrrel

    1990-12-01

    Full Text Available Este estudo trata dos qualitativos e quantitativos do projeto de Extensão Universitária, em Enfermagem Materno-lnfantil, com ênfase no Pré-Natal. São discutidos e analisados fatos e resultados da implementação das atividades, numa Unidade de Cuidados Básicos de Saúde (UCBS, por doscente e discentes de enfermagem da Escola de Enfermagem Anna Nery. A proposta de trabalho procura oferecer oportunidades para que o estudante seja capaz de administrar a assistência de enfermagem numa perspectiva de integração "estudo-trabalho" numa comunidade peri-urbana do Rio de Janeiro. Atende, também, a proposta de extensão da UFRJ Mostra a validade e importância do trabalho, a partir das avaliações dos estudantes, que participaram da implantação e de qualitativos da assistência prestada em dois anos.

  15. AVALIAÇÃO DO 4° PASSO PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO EM HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giselle Carlos Santos Brandão Monte

    2012-01-01

    Full Text Available El objetivo del estudio fue evaluar la aplicación del cuarto paso para promover la lactancia materna en hospital amigo del niño de Recife-PE, Brasil. Investigación descriptiva, observacional, transversal, cuantitativa. De la muestra, formada por 80 profesionales de salud, 47 eran médicos y 33 del equipo de enfermería. Los datos recogidos provenientes de entrevistas y observación no participativa se analizaron mediante el programa Epi-Info, versión 6.04. Para el análisis descriptivo y bivariado se utilizó la prueba del chi-cuadrado, con grado de significancia de 5%. Sólo 36,6% de los recién nacidos se contemplaron con el cuarto paso. Entre los que presentaron Apgar> 6 durante el primer minuto, 59,3% no se llevaron al seno de la madre, ni estuvieron en contacto con ella. En comparación con la cesárea, el parto transvaginal fue estadísticamente más significativo. El hospital estudiado no implementa como rutina el cuarto paso para promover la lactancia materna.

  16. Tecnologia simplificada na enfermagem materno infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Selma Campestrini

    1991-09-01

    Full Text Available A autora apresenta três modelos de tecnologia simplificada da enfermagem materno infantil: o equipamento didático SEIO COBAIA para treinar exercícios e massagens da mama e mamilo; a peça indumentária SUPRETRAUMA - sutiã preventivo de traumatismo mamilar - usado por gestantes; e, a técnica para reverter mamilo umbilicado durante o puerperio imediato. Além de corroborar na promoção do aleitamento materno e na prevenção de desmame precoce, demonstra a possibilidade da enfermagem relacionar o saber teórico-científico com o saber tecnico-prático, na saúde da mulher e da criança, com tecnologia adequada às necessidades, à compreensão e ao bem estar da população.

  17. Prevalência dos hábitos de sucção não nutritiva e sua relação com a idade, gênero e tipo de aleitamento em pré-escolares da cidade de Araraquara Prevalence of nonnutritive sucking habits and their relationship to age, gender and type of feeding in preschool children from Araraquara-Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Eiras Dela Coleta Pizzol

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência dos hábitos de sucção não nutritiva presentes em crianças pré-escolares do município de Araraquara-SP, buscando conhecer melhor suas características, distribuição e relação com o aleitamento materno. MÉTODO: aplicação de um questionário enviado aos pais ou responsáveis. A amostra foi composta por 1371 crianças com idades entre seis meses e cinco anos, na qual 702 crianças (51,2% apresentavam hábitos deletérios, num total de 812 hábitos relatados. RESULTADOS: de acordo com os resultados, os hábitos foram mais prevalentes no gênero feminino (55% e na faixa etária entre seis meses e dois anos. O hábito mais comumente encontrado foi o de sucção chupeta (30%, seguido pela sucção de mamadeira (18,4% e sucção digital (7,6%, não havendo associação entre o tipo de hábito e condição sócio-econômica. Das crianças participantes, 1.239 (90,4% receberam aleitamento materno, sendo que o tempo de maior prevalência de amamentação foi entre seis meses e 12 meses (43%, não necessariamente de forma exclusiva, mas por um período igual ou superior ao preconizado pela OMS. CONCLUSÃO: houve associação entre o tempo de amamentação com a presença e o tipo de hábito, visto que as crianças que receberam o aleitamento natural por um período superior a 12 meses tenderam a não desenvolver hábitos deletérios. Os resultados comprovam que quanto maior é o tempo de amamentação, menor é a prevalência de hábitos.PURPOSE: to evaluate the prevalence of nonnutritive sucking habits in preschool children from Araraquara-SP, seeking to better understand their characteristics, distribution and relation to breastfeeding. METHOD: application of a questionnaire sent to parents or guardians. The sample comprised 1371 children aged between 6 months and 5-year old, where 702 children (51.2% had deleterious habits, from a total of 812 reported habits. RESULTS: the habits were more prevalent in women

  18. Literatura de cordel como meio de promoção para o aleitamento materno Literatura de cordel como medio de promoción a la lactancia materna String literature as a mean to promote breastfeeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Marciana Pinheiro Oliveira

    2008-06-01

    Full Text Available A poesia popular impressa, também denominada literatura de cordel, é considerada pelo povo nordestino importante expressão cultural. Folhetos sobre a amamentação são pertinentes na medida em que podem contribuir para a educação da população sobre este assunto. Objetivou-se: analisar mensagens transmitidas e linguagem adotada nos folhetos que abordem o tema da amamentação. Estudo documental, descritivo, exploratório, de caráter analítico, realizado mediante a busca sistemática de folhetos de cordel disponíveis em praças públicas de Fortaleza-CE. Foram coletados 34 folhetos. Destes, 20 abordaram temas de saúde e um retratou a amamentação. A análise deste cordel revelou que a amamentação é necessária tanto à mãe como ao bebê, trazendo benefícios mútuos. Portanto, este recurso impresso deve ser visto como significativo material de educação em saúde que o profissional pode utilizar com nutrizes.La poesía popular impresa, también denominada literatura de cordel, es considerada por el pueblo del Nordeste de Brasil como importante expresión cultural. Cuadernillos sobre la lactancia son pertinentes en la medida en que pueden contribuir a la educación de la población sobre esta cuestión. La finalidad fue: analizar mensajes transmitidas y lenguaje adoptada en los cuadernillos que tratan del tema de la lactancia. Estudio documental, descriptivo, exploratorio, de carácter analítico, realizado mediante la búsqueda sistemática de cuadernillos de cordel disponibles en plazas públicas de Fortaleza CE. Fueron recolectados 34 cuadernillos. De estos, veinte tratáron de temas de salud y uno mostró la lactancia. El análisis de este cordel reveló que la lactancia es necesaria tanto a la madre cuanto al bebé, trayendo beneficios mutuos. Por lo tanto, este recurso impreso debe ser visto como significativo material de educación en salud que el profesional puede utilizar con nutrices.Printed popular poetry, also called

  19. Estudo longitudinal da infecção por enteropatógenos em bezerros neonatos, com diarreia, sob diferentes estratégias de aleitamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlia G. Carvalho

    2014-06-01

    Full Text Available Foram utilizados 17 bezerros, recém nascidos, da raça Holandesa, com o objetivo de avaliar a influência do volume de sucedâneo nos principais patógenos causadores de diarreia neonatal. Os animais foram distribuídos em dois grupos, 8 bezerros do grupo 1 e 9 bezerros do grupo 2. Os animais foram alimentados duas vezes ao dia totalizando 4 litros de sucedâneo diários para o grupo 1 e 6 litros para o grupo 2. A partir do 1° dia de chegada dos bezerros foram avaliadas as fezes diariamente após o aleitamento da manhã para a classificação das fezes em diarreicas ou não diarreicas. Do primeiro dia de diarreia até o sétimo dia, as fezes foram coletadas em dias alternados (1º, 3º, 5º e 7° dia diretamente da ampola retal para avaliação dos enteropatógenos. Foram coletadas amostras de sangue dos bezerros com cinco dias de idade para dosagem da proteína total. A média da proteína total foi 6,33 e 6,21g/dL nos grupos 1 e 2 respectivamente. O grupo 2 apresentou tendência (p0,05 na frequência das amostras positivas para cada agente entre os grupos. A frequência dos enteropatógenos nas amostras foi de 100 e 75% para Cryptosporidium spp.; 28,5 e 43,7% para Salmonella spp.; 28,5 e 15,6% para patotipos de E. coli; 3,5 e 6,2% para Rotavírus e 10,7 e 9,4% para Giardia sp. nos grupos 1 e 2 respectivamente. Foram encontrados os sorotipos de Salmonella infantis e muenster. Os patotipos de E. coli isolados foram classificados como E. coli enterohemorrágica, enteropatogênica, enterotoxigênica e produtoras de toxinas Shiga 1 e 2. Foi observada associação entre o Cryptosporidium spp. e os patotipos de E. coli em 30% das amostras do grupo 1 e Cryptosporidium spp. e Salmonella spp. em 45,5% no grupo 2. Os resultados do presente trabalho demonstraram que o fornecimento de diferentes volumes de sucedâneo não apresentou influência sobre a incidência e etiologia da diarreia neonatal. A avaliação longitudinal dos enteropatógenos durante o

  20. Near miss materno e iniquidades em saúde: análise de determinantes contextuais no Rio Grande do Norte, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatyana Maria Silva de Souza Rosendo

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi identificar os fatores contextuais socioeconômicos e de assistência à saúde na atenção básica associados ao near miss materno e a suas condições marcadoras. Trata-se de um estudo ecológico que utilizou como unidade de análise os dados agregados de 63 clusters formados pelos municípios do Rio Grande do Norte, Brasil, através do método Skater de regionalização de áreas. A razão de near miss materno e de suas condições marcadoras foram obtidas através do Sistema de Informação Hospitalar do Sistema Único de Saúde. Na análise de regressão linear múltipla, houve associação significativa entre o near miss materno e variáveis relacionadas à pobreza e à pior assistência na atenção básica. As doenças hipertensivas também associaram-se à pobreza e à pior assistência e a ocorrência de hemorragia associou-se à mortalidade infantil. Pôde-se constatar que a ocorrência de near miss materno está relacionada a condições socioeconômicas desfavoráveis e a uma assistência à saúde de pior qualidade que são reflexo de políticas públicas que reforçam a iniquidade em saúde.

  1. Opinião do pai sobre o aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ROSINEIDE SANTANA DE BRITO

    2006-01-01

    Full Text Available Estudio cualitativo desarrollado en Natal/RN con 13 hombres cuyos hijos estaban en período de lactancia natural. Tuvo por objetivo verificar la opinión del padre sobre la lactancia materna. Los datos se obtuvieron a partir de entrevista parcialmente estructurada y tratados siguiendo la técnica de análisis temático propuesta por Bardin. Los padres atribuyeron valores importantes a la lactancia relacionándolos al hijoya la compañera. Con relación al niño, verificamos conocimiento acerca de los beneficios de la leche materna como un alimento nutritivo, que promueve el crecimiento JI desarrollo infantil, determina la salud actual y favorece la vinculación entre el niño JI su madre. Con relación a la compañera, los entrevistados dijeron que la lactancia materna contribuye para que se estable el vínculo afectivo zca entre lactante y progenitora, como también, para la realización de la maternidad. Por consiguiente, afirmamos que los padres expusieron opiniones positivas acerca de la lactancia materna, las cuales pueden favorecer la promoción JI contribuirpara el suceso de la lactancia materna.

  2. Crescimento de crianças até seis meses de idade, segundo categorias de aleitamento Growth of children up to six months of age and breast feeding practices

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giana Zarbato Longo

    2005-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: investigar a relação das velocidades de incremento diário de peso e de comprimento e de índices antropométricos com categorias de aleitamento em crianças até seis meses de idade. MÉTODOS: estudo transversal realizado em Centros de Saúde de 12 cidades, nas cinco regiões do Brasil, com 3172 crianças. As variáveis estudadas foram: índices antropométricos (peso/idade, comprimento/idade, peso/comprimento, peso ao nascer, peso atual, comprimento ao nascer, comprimento atual, velocidade média de incremento diário de peso e de comprimento; categorias de aleitamento exclusivo, predominante, materno e sem aleitamento. RESULTADOS: verificou-se uma associação positiva na velocidade do ganho de peso e de comprimento e de índices antropométricos nas categorias de aleitamento materno exclusivo e predominante nos primeiros meses de vida, ajustados com os fatores idade, peso e comprimento ao nascer, sexo e escolaridade da mãe. CONCLUSÕES: o tipo de amamentação, principalmente nos primeiros meses, influencia positivamente para um crescimento adequado, juntamente com os fatores nível de escolaridade da mãe no estrato maior que cinco anos e peso de nascimento.OBJECTIVES: to determine daily weight and lenght gain plus anthropometric rates increment with breast feeding regime in children up to six months of age. METHODS: cross-cutting study conducted in the Healthcare Clinics of 12 cities in the five regions of Brazil using a sample of 3172 children. Variables were: anthropometric rates (weight for age, weight for height, height for age, birth weight, birth length, current length, velocity of average daily increment of weight and length; regimes of exclusive and predominant breast feeding and the use of formulas. RESULTS: it was found a positive association of velocity in weight and height gains and of anthropometric rates in children fed in an exclusive and predominant breastfeeding regime in the first months of life, adjusted

  3. Influência do apoio à amamentação sobre o aleitamento materno exclusivo dos bebês no primeiro mês de vida e nascidos na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil Influence of breastfeeding support on the exclusive breastfeeding of babies in the first month of life and born in the city of Pelotas, State of Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mírian Barcellos da Silva

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: medir os índices de aleitamento exclusivo no primeiro mês e comparar o padrão alimentar das crianças nascidas no hospital que adota a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC, com os demais hospitais de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. MÉTODOS: estudo quase-experimental, aninhado a uma coorte. A pesquisa contou com dois componentes: triagem hospitalar e acompanhamento domiciliar de um mês (30%; foram acompanhados 973 pares mãe-bebê de uma amostra inicial de 2741 mães. RESULTADOS nascer em hospitais que não adotam a IHAC aumentou o risco das mães não terem sido incentivadas para o aleitamento, dos bebês não mamarem na primeira hora e receberem chupeta e chá no hospital. A prevalência de aleitamento exclusivo com um mês foi de 60%. As crianças nascidas no hospital IHAC tiveram maior índice de aleitamento exclusivo com um mês e o uso de chupeta mostrou uma associação negativa com o desfecho. CONCLUSÕES: a intervenção foi positiva e o impacto seria maior se a implantação dos "dez passos" fosse total, na coleta de dados. O incentivo ao aleitamento deve continuar através da formação de grupos de aconselhamento às mães e, talvez, com o acompanhamento até o sexto mês, se alcançasse melhores resultados.OBJECTIVES: to measure exclusive breastfeeding rates in the first month and compare the feeding practices of children born in the hospital adopts the Baby Friendly Hospital Initiative (BFHI with other hospitals practices in Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil. METHODS: a quasi-experimental study nested in a cohort. The research comprises two separate components: hospital screening and home monitorship of one-month (30%. 973 mothers and their babies were monitored from an initial sample of 2741mothers. RESULTS: being born in hospitals which do not adopt the BFHI has increased the risk of absence of breastfeeding support, of babies not suckling in the first hour and receiving pacifier and tea at the hospital

  4. Efeitos fetais e maternos do propofol, etomidato, tiopental e anestesia epidural, em cesariana eletivas de cadelas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lavor Mário Sérgio Lima de

    2004-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi comparar os efeitos entre os fármacos indutores de anestesia como propofol, etomidato e tiopental, e a anestesia epidural com lidocaína seguida de indução, em cadelas submetidas à cesariana, e seus neonatos. Para tanto, foram utilizadas 20 cadelas e 129 filhotes distribuídos em quatro grupos. No grupo 1 (5 cadelas e 39 neonatos, a indução anestésica foi feita com propofol; no grupo 2 (5 cadelas e 25 neonatos, com etomidato; no grupo 3 (5 cadelas e 26 neonatos com tiopental e no grupo 4, (5 cadelas e 39 neonatos utilizou-se anestesia epidural e indução com halotano através de máscara. Em todos os casos, a medicação pré-anestésica foi feita com midazolam na dose de 0,22mg kg-1 via IM, e a manutenção anestésica com halotano em circuito semifechado e concentração inicial de 3V%. As variáveis avaliadas nas cadelas foram: temperatura retal, freqüência cardíaca, freqüência respiratória, saturação da oxi-hemoglobina (SpO2, pressão arterial média. Para a avaliação dos recém-nascidos, foram mensurados: freqüência cardíaca, esforço respiratório, movimentos musculares, coloração das mucosas e irritabilidade reflexa interpretados através do escore de Apgar modificado, bem como a SpO2 do neonato. Os resultados mostraram que todos os protocolos foram adequados para as mães com mínimos efeitos sistêmicos. Para o neonato, a utilização de anestesia epidural na mãe, seguida de indução e manutenção com halotano foi superior aos protocolos que usaram agentes injetáveis na indução anestésica.

  5. Fatores associados ao início da amamentação em uma cidade do sul do Brasil

    OpenAIRE

    Silveira, Regina Bosenbecker da

    2004-01-01

    O aleitamento materno oferece inúmeras vantagens e benefícios tanto para o bebê quanto para a mãe e também para a sociedade, uma vez que diminui a morbi-mortalidade infantil, especialmente em países em desenvolvimento. O período decorrido entre o nascimento e a primeira mamada tem mostrado associação positiva com maiores índices de aleitamento assim como com sua maior duração. As características maternas, das maternidades e dos recém-nascidos têm influência sobre o início da am...

  6. Diarréia por rotavírus em crianças desnutridas hospitalizadas no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP Rotavirus induced diarrhea in malnourished children hospitalized at the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Cavalcanti Cauás

    2006-05-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a freqüência do rotavírus em crianças de zero a cinco anos com doença diarréica e desnutrição moderada e grave, hospitalizadas no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira (IMIP. MÉTODOS: foi realizado um estudo série de casos durante o período de agosto de 2004 e junho de 2005. No total fizeram parte do estudo 50 crianças. Utilizou-se um questionário pré-codificado e foi montado um banco de dados no software Epi-info 6.0. As amostras de fezes foram analisadas quanto à presença do rotavírus, através de técnicas de imunoensaio enzimático. RESULTADOS: verificou-se que a freqüência do rotavírus na doença diarréica do grupo estudado foi de 24,0%. Em geral as famílias eram pobres, 96,0% delas com renda familiar per capita inferior a R$150,00. Com relação às crianças dois terços (60,4% receberam leite materno por um período inferior a três meses e 10% delas nunca haviam sido vascinadas. CONCLUSÕES: o estudo traz contribuição para o conhecimento da etiologia da diarréia na criança com desnutrição, no entanto, se faz necessária a realização de estudos com um maior número de crianças para que os resultados possam ser mais conclusivos.OBJECTIVES: to establish rotavirus incidence in diarrheic diseases in children from 0 to five years of age, with moderate and severe malnutrition hospitalized at Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira (IMIP. METHODS: a descriptive case study series was performed from August 2004 to June 2005. Fifty children comprised the study. A pre-codified questionnaire was used to build a data base on the Epi-info version 6.0 software. Stool samples were analyzed and the positive ones were selected by electronic microscopy for rotavirus and then tested by enzymatic immunoassay. RESULTS: the incidence of rotavirus in the studied group was of 24.0%. The families were of low income, 96% had per capita income below R$150.00. Near two thirds of the children

  7. Caracterização da comunicação no aconselhamento em amamentação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erlayne Camapum Brandão

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi caracterizar a comunicação no processo de aconselhamento em amamentação. Trata-se de estudo descritivo-exploratório com análise de dados qualitativos a partir de entrevistas semiestuturadas, realizado em uma maternidade pública com dezenove discentes e três profissionais de enfermagem que realizavam aconselhamento em amamentação. Os dados foram analisados baseando-se na técnica de análise de conteúdo e modalidade temática, gerando quatro categorias: Aconselhamento, Comunicação, Comunicação verbal e não verbal no aconselhamento em Amamentação; Barreiras na comunicação durante o aconselhamento em Amamentação; Fatores facilitadores da comunicação durante o aconselhamento em Amamentação. Os dados mostraram que a qualidade da comunicação no aconselhamento é fundamental para garantir maior adesão ao aleitamento materno exclusivo e que sua adequação à cultura local é primordial para sucesso. O estudo permite afirmar que o desenvolvimento da competência em comunicação interpessoal é essencial para garantir adesão das mulheres na efetivação da promoção do aleitamento materno.

  8. Proteinúria e ácido úrico sérico maternos em pacientes com síndrome de HELLP

    OpenAIRE

    Cunha, Hilda Helena Souza

    2012-01-01

    Objetivo: Avaliar a associação dos níveis maternos de ácido úrico sérico (AU) e proteinúria e os dados clínicos e demográficos em gestações complicadas por síndrome de pré-eclâmpsia (SPE), com síndrome de HELLP.Métodos: Cento e sessenta e nove gestantes foram divididas em dois grupos: Grupo 1 - HELLP – gestantes com SPE complicada pela síndrome de HELLP (n=64); Grupo 2 – SPE – gestantes com SPE sem síndrome de HELLP (n=105).Resultados: Não ocorreram diferenças estatisticamente significativas ...

  9. Características epidemiológicas dos óbitos maternos ocorridos em Recife, PE, Brasil (2000-2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaella Araújo Correia

    2011-02-01

    Full Text Available Estudo de corte transversal que objetivou descrever as características epidemiológicas dos óbitos maternos de residentes no Recife, PE, Brasil, ocorridos entre 2000 e 2006. A fonte de dados foi constituída pelas fichas de investigação de óbito materno da Secretaria de Saúde do Recife. Para a análise dos dados, utilizou-se o programa EpiInfo 6.04d. Foram estudados 111 óbitos, correspondendo a uma Razão de Morte Materna de 65,99/100.000 nascidos vivos. Os dados obstétricos mostraram a realização de menos de seis consultas pré-natais, entre uma e quatro gestações prévias, parto cesário e admissão em estado grave. Os transtornos hipertensivos constituíram a principal causa de óbito. A maioria dos óbitos foi considerada evitável. Os resultados indicam a necessidade de aprimorar a assistência à saúde da gestante durante o pré-natal, parto e puerpério

  10. Resultados maternos e perinatais em gestantes portadoras de leucemia Maternal and perinatal outcomes in pregnant women with leukemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto Nomura

    2011-08-01

    grupo de gestantes com LMC, verificou-se a ocorrência de anemia em quatro casos (44,4% e plaquetopenia em um (11,1%. Quanto aos resultados perinatais, nas gestações complicadas pela leucemia aguda, a média da idade gestacional no parto foi de 32 semanas (desvio padrão - DP=4,4 e a média do peso do recém-nascido foi 1476 g (DP=657 g. Houve 2 (40,0% óbitos perinatais (um fetal e um neonatal. Nas gestações complicadas pela LMC, a média da idade gestacional no parto foi de 37,6 semanas (DP=1,1 e a média do peso do recém-nascido foi 2870 g (DP=516 g; não houve morte perinatal e nenhuma anomalia fetal foi detectada. CONCLUSÕES: É elevada a morbidade materna e fetal nas gestações complicadas pela leucemia aguda; enquanto que, nas complicadas pela LMC, o prognóstico materno e fetal parece ser mais favorável, com maior facilidade no manejo das complicações.PURPOSE: To describe the maternal and perinatal outcomes of pregnant women diagnosed with leukemia who were followed up for prenatal care and delivery at a university hospital. METHODS: A retrospective study of the period from 2001 to 2011, which included 16 pregnant women with a diagnosis of leukemia followed by antenatal care specialists in hematological diseases and pregnancy. For acute leukemia diagnosed after the first trimester, the recommendation was to perform chemotherapy despite the current pregnancy. For chronic leukemia, patients who were controlled in hematological terms were maintained without medication during pregnancy, or chemotherapy was introduced after the first trimester. We analyzed the maternal and perinatal outcome. RESULTS: Acute lymphoblastic leukemia (ALL was diagnosed in five cases (31.3%, acute myeloid leukemia (AML in two cases (12.5% and chronic myeloid leukemia (CML in nine cases (56.3%. Of the cases of acute leukemia, two (28.6% were diagnosed in the first trimester, two (28.6% in the second and three (42.9% in the third. Two patients with ALL diagnosed in the first

  11. Compreendendo a prática do aleitamento exclusivo: um estudo junto a lactantes usuárias da rede de serviços em Fortaleza, Ceará, Brasil Understanding exclusive breastfeeding practices: an exploratory study of lactating women using the health services network in Fortaleza, Ceará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Maria Tavares Machado

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: abordar percepções e vivências de mulheres que amamentaram exclusivamente por seis meses; retratar suas atitudes e o significado que a amamentação tem para elas, esclarecendo como se originou e se sustentou no grupo a prática da amamentação exclusiva. MÉTODOS: estudo qualitativo de investigação social, com enfoque crítico-interpretativo. A amostra foi composta por 13 lactantes, usuárias da rede de serviços de Fortaleza, Ceará, Brasil. A técnica utilizada foi a entrevista individual em profundidade. RESULTADOS: evidenciou-se a complexidade do ato de amamentar, muitas vezes naturalizado e considerado como possível de ser vivenciado, independentemente do contexto social em que se desenvolve. O papel desempenhado pelos pais e avós mostrou-se um elemento importante no processo da amamentação. Constatou-se, que o sucesso do aleitamento materno teve como origem os significados construídos pelas informantes, ao longo de suas vidas e na própria vivência de lactante, na qual se processaram reinterpretações de concepções prévias às suas experiências com o ato de amamentar.. CONCLUSÕES: as experiências reportam à dimensão concreta da vida, na qual se inserem as relações estabelecidas com os serviços e os profissionais de saúde. A motivação e percepção do processo de amamentar ancoram-se em experiências inseridas em redes sócio-familiares, construtoras de autoconfiança, resultando numa determinação, que superam, os diferentes obstáculos apresentados para a conquista da amamentação.OBJECTIVES: this paper focus on perceptions and experiences of women who practiced exclusive breastfeeding for a minimum period of six months. We tried to understand their attitudes and what breastfeeding meant to them in an attempt to understand how this option took place and was maintained in the group making the decision of exclusive breastfeeding. METHODS: the study was oriented by social survey qualitative

  12. Associação entre ácido úrico sérico materno, proteinúria, idade gestacional e peso do recém-nascido em gestantes hipertensas

    OpenAIRE

    Paula, Letícia Germany

    2005-01-01

    O aumento das taxas de ácido úrico sérico materno (AU) tem sido associado com a gravidade da hipertensão, proteinúria e prognóstico perinatal. O objetivo deste estudo é estudar o ácido úrico sérico materno em pacientes com gestação complicada por hipertensão arterial sistêmica. Este é um estudo observacional, transversal, contemporâneo, que apresenta a associação entre níveis de ácido úrico sérico em gestantes hipertensas, índice de proteinúria/creatininúria (P/C) em amostra, idade gestaciona...

  13. Démarche estratégica em unidade materno infantil hospitalar Démarche estratégica en unidad materna infantil hospitalaria Strategic Démarche in a mother and child hospital unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Angélica Carvalho Andrade

    2009-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O enfoque démarche estratégica problematiza a dissociação entre direção estratégica da instituição e nível operacional, em busca do planejamento contínuo e flexível de projetos. O objetivo do trabalho foi descrever a aplicação deste enfoque na avaliação de unidade hospitalar. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Foi realizada aplicação adaptada do enfoque na unidade materno-infantil de hospital público estadual, localizado no município da Serra, ES, como análise da gestão hospitalar, com envolvimento indireto dos atores institucionais que se constituíram nos informantes-chave no período de abril a julho de 2006. Além de reuniões com atores-chave, os dados foram obtidos nas fontes: livros de registros de internações do centro obstétrico, da maternidade e do berçário, faturamento do hospital, relatório estatísitico dos resultados perinatais da unidade materno infantil; livros de atendimento do ambulatório de aleitamento materno, considerando o ano de 2005. RESULTADOS: Os segmentos mais valorizados foram: unidade intensiva neonatal, centro cirúrgico obstétrico e centro obstétrico. Também obteve alta valorização o Programa de Atenção Humanizada à Mãe e ao Recém-nascido. Os principais pontos fracos evidenciados foram: baixa articulação com a rede (parceria com a rede municipal; insuficiência de leitos e de investimento tecnológico necessários para atender a demanda; rotatividade profissional devido aos vínculos temporários; e deficiente implementação da humanização comprometendo os fatores estratégicos de êxito dos segmentos. CONCLUSÕES: Os resultados mostram o potencial do método para problematizar a missão e para a análise da gestão hospitalar apontando estratégias para melhoria da qualidade e competitividade dos segmentos e para maior inserção e integração na rede de serviços.OBJETIVO: El enfoque démarche estratégica enfoca el problema de la disociación entre direcci

  14. Prevalência e fatores associados ao Near Miss Materno: inquérito populacional em uma capital do Nordeste Brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatyana Maria Silva de Souza Rosendo

    2015-04-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência do near miss e de complicações no período gravídico-puerperal, identificando seus principais marcadores clínicos e de intervenção e os fatores socioeconômicos e demográficos a ele associados. Trata-se de um estudo seccional, de base populacional, probabilístico, com amostra complexa, realizado em Natal/RN, Brasil. Aplicou-se um questionário validado em 848 mulheres, de 15 a 49 anos, identificadas em 8.227 domicílios de 60 setores censitários. Nas análises de associações, aplicou-se o teste Qui-quadrado e calculou-se a Razão de Prevalência (RP com Intervalo de Confiança (IC de 95% e significância de 5%. A prevalência de near miss materno foi de 41,1/1.000 NV, sendo a internação em UTI (19,1/1.000 NV e a eclampsia (13,5/1.000 NV os marcadores mais referidos. A prevalência de complicações no período gravídico-puerperal foi de 21,2%. A maior prevalência do near miss foi observada nas mulheres com maior idade, da raça preta/parda e com piores condições socioeconômicas. A realização de inquéritos populacionais é factível e pode acrescentar informações importantes ao estudo do near miss e seus marcadores apontam para a necessidade de fortalecimento da assistência materna para reduzir iniquidades em saúde.

  15. Maternal-child health in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil: major conclusions from comparisons of the 1982, 1993, and 2004 birth cohorts Saúde materno-infantil em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: principais conclusões das comparações de coortes de nascimento de 1982, 1993 e 2004

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando C. Barros

    2008-01-01

    , e o aumento significativo nos partos prematuros (14,7% de todos os nascimentos em 2004 parece haver contribuído para essa estagnação. Outros indicadores de saúde infantil, como cobertura de imunização e duração do aleitamento materno, melhoraram durante o período. Em relação à nutrição infantil, a desnutrição aos 12 meses de idade diminuiu, mas a prevalência de sobrepeso foi maior em 2004. A existência de três coortes de nascimento de base populacional utilizando metodologias comparáveis permitiu o estudo de importantes tendências seculares na saúde materno-infantil.

  16. Alternativas ao leite de cabra no aleitamento de cabritos

    OpenAIRE

    Knupp, Leonardo Sidney

    2012-01-01

    Objetivou-se avaliar o consumo, desempenho, a eficiência alimentar (EA), a participação de constituintes não-carcaça (CNC) na composição corporal de cabritos, analisar o desenvolvimento dos compartimentos estomacais, a participação da carcaça em relação ao peso de corpo vazio (PCVZ), estabelecer a relação de PCVZ e peso vivo (PCVZ/PV) e avaliar a biometria do trato digestivo de cabritos em aleitamento, submetidos a diferentes dietas líquidas. Utilizou-se 51 cabritos machos, recém-nascidos, se...

  17. Depressão e apoio social em gestantes de fetos com malformações atendidas em um hospital materno-infantil público de referência no Rio de Janeiro

    OpenAIRE

    Barros,Vivian Costa; Santos,Jacqueline Fernandes de Cintra; Lima,Lucia Abelha; Fonseca,Diego de Lima; Lovisi,Giovanni Marcos

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO: A gestação e o puerpério são os períodos de maior prevalência de depressão na vida da mulher. Complicações obstétricas, incluindo malformações congênitas, são importantes fatores de risco para depressão durante a gestação. Gestantes de fetos malformados vivenciam um Evento de Vida Estressante (EVE) grave. Esse fato pode ser agravado quando há ausência de apoio social. OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivo estimar a depressão em gestantes atendidas em um hospital materno-...

  18. PERCEPÇÃO DAS MÃES SOBRE ALEITAMENTO EM PREMATUROS DA UNIDADE CANGURU DE UMA MATERNIDADE DE FORTALEZA - CE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    KARLA MARIA CARNEIRO ROLIM

    2008-01-01

    Full Text Available El objetivo de este estudio fue saber cómo perciben las madres el proceso de lactancia materna en prematuros asistidos en la Unidad Madre Canguro. Estudio descriptivo, con planteo cualitativo, realizado en una maternidad pública, en Fortaleza-CE, en el período de enero a mayo de 2007. Los sujetos sondeados fueron 10 madres que se hallaban con bebés internados en la Unidad. Se utilizó entrevista estructurada en parte, de la cual surgieron las categorías: conocimiento materno sobre el bebé prematuro, percepción de las madres sobre el método madre canguro, apreciación de las madres en amamantar un bebé prematuro y satisfacción con el servicio. El vínculo afectivo del binomio madre e hijo quedó en evidencia y, a su vez, considerado factor significativo en la recuperación del bebé.

  19. Frutose, sorbitol e glicose em sangue de mãe, cordão umbilical e recém-nascido de termo com 48 horas de vida

    OpenAIRE

    Barreiros, Rodrigo Crespo [UNESP

    2006-01-01

    A frutose é um açúcar derivado da glicose pela via do sorbitol presente em placentas de animais ungulados. Em humanos existem poucos relatos sobre a produção de frutose e de polióis pela unidade feto-placentária. Determinar a relação entre os níveis sangüíneos de frutose, sorbitol e glicose em mães, em veia de cordão umbilical e em recém-nascidos de termo em aleitamento materno exclusivo. As concentrações de frutose mais elevadas no cordão umbilical e no recém-nascido em relação às maternas s...

  20. Fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico em um centro de parto normal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Hitomi Osava

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a frequência e os fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico no parto. MÉTODOS: Estudo transversal com 2.441 nascimentos em um centro de parto normal hospitalar em São Paulo, SP, em março e abril de 2005. A associação entre mecônio no líquido amniótico e as variáveis independentes (idade materna, paridade, ter ou não cesariana prévia, idade gestacional, antecedentes obstétricos, uso de ocitocina no trabalho de parto, dilatação cervical na admissão, tipo do parto atual, peso do RN, índice de Apgar de 1º e 5º minutos de vida foi expressa como razão de prevalência. RESULTADOS: Verificou-se mecônio no líquido amniótico em 11,9% dos partos; 68,2% desses foram normais e 38,8%, cesarianas. O mecônio esteve associado a: primiparidade (RP = 1,49; IC95% 1,29;1,73, idade gestacional ≥ 41 semanas (RP = 5,05; IC95% 1,93;13,25, ocitocina no parto (RP = 1,83, IC95% 1,60;2,10, cesariana (RP = 2,65; IC95% 2,17;3,24 e índice de Apgar < 7 no 5º minuto (RP = 2,96, IC95% 2,94;2,99. A mortalidade neonatal foi 1,6/1.000 nascidos vivos; mecônio no líquido amniótico foi encontrado em 50% das mortes neonatais e associado a maiores taxas de partos cirúrgicos. CONCLUSÕES: Emprego de ocitocina, piores condições do recém-nascido logo após o parto e aumento de taxas de cesariana foram fatores associados ao mecônio. A utilização rotineira de ocitocina no intraparto poderia ser revista por sua associação com mecônio no líquido amniótico.

  1. Segurança alimentar em famílias com crianças matriculadas em creches públicas do Estado da Paraíba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dixis Figueroa Pedraza

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de insegurança alimentar e examinar fatores associados em famílias com crianças matriculadas em creches públicas do Estado da Paraíba. MÉTODOS: Estudo transversal com informações familiares sobre segurança alimentar, estado nutricional de crianças, características materno-infantis e condições socioeconômicas. Calculou-se tamanho de amostra de 365 indivíduos pelo procedimento para descrição da proporção. O estado nutricional das crianças foi analisado considerando os índices estatura/idade, peso/estatura e peso/idade. A (insegurança alimentar foi avaliada por meio da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar. A associação entre as variáveis independente e dependente foi estimada aplicando-se o teste Qui-quadrado e modelo multivariado. RESULTADOS: A insegurança alimentar foi caracterizada em 62,0% das famílias, predominando as condições de insegurança leve (33,4%. As variáveis renda familiar per capita, benefício do Programa Bolsa Família, tempo de aleitamento materno total e tempo de aleitamento materno exclusivo apresentaram associação inversa significante com a insegurança alimentar. CONCLUSÃO: A renda familiar per capita foi o indicador que melhor discriminou a insegurança alimentar, o que sugere o comprometimento do acesso à alimentação e a importância da transferência de renda focalizada.

  2. Uso de chupeta e amamentação em crianças menores de quatro meses no estado de São Paulo Pacifier use and breast-feeding in children under four months old in the State of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Cristina Cotrim

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estudar a prevalência do uso da chupeta e sua associação com as práticas alimentares. MÉTODOS: analisado o banco de dados de 1999 do projeto "Amamentação e Municípios". A associação entre o uso de chupeta e interrupção do aleitamento materno exclusivo (AME e aleitamento materno (AM foi verificada através do teste de chi2. RESULTADOS: a prevalência do uso de chupeta em 22.188 menores de quatro meses foi alta (61,3% e variou de 32,8% a 78,4% nos 111 municípios estudados. Observou-se a introdução precoce da chupeta (53,9% em menores de um mês e associação entre o uso da chupeta e interrupção do aleitamento materno exclusivo e aleitamento materno (p OBJECTIVES: to study pacifier use prevalence and its association to feeding practices. METHODS: data collected from the "Amamentação e Municípios" ("Breast-feeding and Municipalities" project in 1999 were analyzed. The association between pacifier use and exclusive breast-feeding interruption was verified through the chi2 test. RESULTS: prevalence of the pacifier use in 22.188 children from 0 - 4 months was high (61,3% and varied from 32,8% to 78,4% in 111 cities. Early pacifier introduction was noted (53,9% in children less than one month old as well as association between pacifier use and exclusive breast-feeding (EBF and breast-feeding (BF (p <0,05 interruption. There was a higher prevalence of bottle-feeding among pacifier users. CONCLUSIONS: it is necessary to increase the number of protective, promotion and supportive actions to breast-feeding to reduce the high pacifier prevalence determined by this study. Child Friendly Hospital Initiatives should be included.

  3. Maternal factors regulating preterm infants' responses to pain and stress while in maternal kangaroo care Los factores maternos regula la respuesta al dolor y al estrés del recién nacido en posición canguro Fatores maternos influenciam a resposta à dor e ao estresse do neonato em posição canguru

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaíla Corrêa Castral

    2012-06-01

    -punción materna explico la variancia del cortisol post-punción neonatal (p=0,036; el cortisol nocturno materno, juntamente con la edad post nacimiento neonatal, explicaron la variancia de la frecuencia cardíaca neonatal (p=0,001. La capacidad de las madres en regular su proprio estrés contribuyó para la respuesta del dolor del prematuro.Investigou-se associação entre fatores maternos e resposta de prematuros submetidos à punção de calcâneo em posição canguru. Trata-se de estudo descritivo envolvendo 42 mães e prematuros de uma unidade neonatal. A coleta ocorreu nos períodos basal, procedimento e recuperação. Mensuraram-se a mímica facial, sono e vigília, choro, cortisol salivar e frequência cardíaca neonatais, além de se mensurar o comportamento, cortisol salivar e estado mental maternos. Analisou-se a influência das variáveis explanatórias maternas nas variáveis de resposta neonatais por análise bivariada, análise de variância e regressão múltipla. A depressão e/ou ansiedade e comportamento materno não influenciaram a resposta do prematuro à dor e estresse. O cortisol salivar pré-punção materno explicou a variância do cortisol salivar pós-punção neonatal (p=0,036; e o cortisol salivar noturno materno, juntamente com a idade pós-natal neonatal, explicaram a variância da frequência cardíaca neonatal (p=0,001. A capacidade das mães em regular seu próprio estresse contribuiu para resposta de dor e estresse do prematuro.

  4. Monitorização materno-fetal durante procedimento odontológico em portadora de cardiopatia valvar

    OpenAIRE

    Neves,Itamara Lucia Itagiba; Avila,Walkiria Samuel; Neves,Ricardo Simões; Giorgi,Dante Marcelo Artigas; Santos,Jorge Francisco Kuhn dos; Oliveira Filho,Ricardo Martins; Grupi,Cesar José; Grinberg,Max; Ramires,José Antonio Franchini

    2009-01-01

    FUNDAMENTO: Os efeitos da anestesia local em odontologia com lidocaína e epinefrina, sobre parâmetros cardiovasculares de gestantes portadoras de valvopatias e seus conceptos, não estão esclarecidos. OBJETIVO: Avaliar e analisar parâmetros da cardiotocografia, de pressão arterial e eletrocardiográficos da gestante portadora de doença valvar reumática, quando submetida à anestesia local com 1,8 ml de lidocaína 2% sem vasoconstritor e com epinefrina 1:100.000, durante procedimento odontológico ...

  5. Resultados maternos e perinatais em gestações complicadas por doenças falciformes Maternal and perinatal outcomes in pregnancies complicated by sickle cell diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto Nomura

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os resultados maternos e perinatais de gestações complicadas por doenças falciformes, comparando-as com portadoras de traço falciforme. MÉTODOS: este estudo é uma coorte retrospectiva, abrangendo o período de Março de 2001 a Abril de 2008, tendo sido incluídas todas as gestantes portadoras de doença falciforme (n=42 acompanhadas em hospital universitário da região sudeste do Brasil. Os resultados maternos e perinatais foram comparados com os de gestantes portadoras de traço falciforme (n=56 acompanhadas no mesmo serviço. RESULTADOS:a hemoglobinopatia SS foi diagnosticada em 42 gestantes (82,4% e a SC em nove (17,6%. A idade materna foi significativamente menor no grupo com doença falciforme (média=26,0; SD=4,3 quando comparadas às com traço falciforme (média=28,7, DP=7,1; p=0,018. As seguintes complicações maternas foram significativamente mais frequentes no grupo com doença falciforme em comparação ao grupo com traço falciforme: infecção do trato urinário (25,5 versus 8,9%; p=0,04, pneumonia (23,5 versus 1,8%; p=0,002, hipertensão pulmonar (15,7 versus 0%; p=0,002, e transfusão no parto/pós-parto (33,3 versus 5,4%; p=0,001. Resultados perinatais adversos foram significativamente mais frequentes no grupo com doença falciforme quando comparados ao grupo com traço falciforme: prematuridade (49 versus 25%; p=0,01, média da idade gestacional no parto (35,2 versus 37,9 semanas; pPURPOSE: the aim of this study was to describe perinatal and maternal outcomes of pregnancies complicated by sickle cell disease (SCD, comparing to pregnancies of women with sickle cell trait (SCT. METHODS: this was a retrospective cohort study, covering the period from March 2001 to April 2008, which included all pregnant women with SCD (n=42 followed up at a university hospital in the Southeast region of Brazil. The maternal and perinatal outcomes were compared to those of pregnant women with SCT (n=56 who were followed up

  6. Programas de saúde materno-infantil em Moçambique: marcos evolutivos e a inserção da enfermagem Programas de atención de salud materno-infantil en Mozambique: marcos evolutivos e inserción de la enfermería Programs of maternal and infant health in Mozambique: gradual landmarks and the insertion of nursing

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Acácia Ernesto Lourenço

    2009-09-01

    Full Text Available Pesquisa centrada nas políticas públicas do governo moçambicano para o setor da saúde, com foco voltado para programas de assistência à saúde materno-infantil. Tem o propósito de apresentar contextos básicos para a reflexão sobre a filosofia da implantação e implementação dos programas e a inserção da Enfermagem, mostrando seus marcos evolutivos. Constatou-se que, na década 70, o Sistema Nacional de Saúde adotou o Programa de Proteção Materno-Infantil, que na década de 80 ficou concebido como Programa de Saúde Materno-Infantil e, posteriormente, na década 90, ficou inserido no Programa Nacional Integrado de Saúde Materno-Infantil e Planejamento Familiar, Programa Alargado de Vacinação, Saúde Escolar e do Adolescente, incluindo Saúde Sexual e Reprodutiva. A inserção da Enfermagem foi evidenciada na implementação das ações assistenciais. Os marcos evolutivos foram: a introdução dos cursos específicos de Enfermagem em saúde materno-infantil do nível básico ao superior e abrangência dos serviços do Programa Nacional Integrado.Pesquisa Centrada en las políticas públicas del gobierno Mozambicano para el setor salud, con foco en los Programas de Asistencia en Salud Materno-infantil, con el propósito de presentar contextos básicos para la reflexión acerca de la filosofia de implantación e implementación de los programas mostrando sus marcos evolutivos e de la inserción de la Enfermería. Se constató que en la década 70, el Sistema Nacional de Salud adoptó el Programa de Protección Materno Infantil, que en la década de 80 se transformó en Programa de Salud Materno-infantil y posteriormente en la década de 90 fue inserido en el Programa Nacional Integrado de Salud Materno- Infantil y Planificación Familia, Programas Ampliado de Vacunación, Salud Escolar y del Adolescente incluyendo la salud Sexual y Reproductiva. La inserción de la Enfermería fue evidenciada en la implantación por medio de

  7. Saúde materno-infantil em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: principais conclusões da comparação dos estudos das coortes de 1982 e 1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barros Fernando C.

    1996-01-01

    Full Text Available Este artigo resume os principais achados dos estudos das coortes materno-infantis de Pelotas em 1982 e 1993. Houve uma redução no número de nascimentos, de 6.011 em 1982 para 5.304 em 1993, fato não distribuído de forma eqüitativa entre os diferentes grupos de renda familiar, ocorrendo entre as mulheres de baixa renda cerca de 1.000 nascimentos a menos do que em 1982. O grupo com renda mais elevada contribuiu com um aumento de cerca de 300 nascimentos. A situação nutricional das mães apresentou variações na década, com um aumento médio de 3,5 cm em estatura e 3,9 kg no peso no início da gestação. Apesar destas melhoras, a proporção de recém-nascidos de baixo peso aumentou para 9,8% em 1993 (9,0%, 1982. Observou-se um aumento na incidência de nascimentos pré-termo e de retardo de crescimento intra-uterino assim como uma redução nos coeficientes de mortalidade perinatal - 32,2/1.000 em 1982 e 22,1/1.000 em 1993. A situação nutricional aos 12 meses de idade apresentou comportamentos distintos, com um discreto aumento do déficit de comprimento/idade em 1993, e uma redução de quase 50% nos déficits de peso/idade e peso/comprimento. O coeficiente de mortalidade infantil decresceu de 36,4 /1.000 nascidos vivos em 1982 para 21,1/.000 em 1993.

  8. Fetal rhd genotyping from maternal plasma in a population with a highly diverse ethnic background Genotipagem rhd fetal por meio do plasma materno em uma população de alta diversidade étnica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Nelly Machado

    2006-08-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To establish the performance of conventional PCR as a noninvasive method for fetal genotyping, by free fetal DNA analysis of distinct RHD regions from maternal plasma, in a population of a diverse ethnic origin. METHODS: We conducted a validity of the diagnostic test by analyzing 81 plasma samples from RhD-negative Brazilian pregnant women, from 4 to 41 gestational weeks. We tested for exon 10 and intron 4 gene regions by allele specific-PCR. Fetal RHD genotyping by PCR on maternal plasma was compared to serologic RhD typing in the neonatal period. RESULTS: Samples were obtained as follows: 15 in the 1st, 37 in the 2nd and 29 in the 3rd trimester. General accuracy was 97.3%, sensitivity of 98.3% and specificity of 93.8%. CONCLUSIONS: Conventional PCR is an accurate method for fetal RHD genotyping on maternal plasma, even in a population of mixed ethnic origin.OBJETIVO: Avaliar o desempenho da reação em cadeia da polimerase (PCR em gel (convencional como método diagnóstico não-invasivo para a genotipagem RHD fetal, por meio da análise do plasma materno. MÉTODOS: Foi conduzido um estudo de validação de teste diagnóstico a partir de 81 amostras sangüíneas obtidas de gestantes brasileiras RhD-negativo, entre 4 e 41 semanas de gestação. As regiões exon 10 e intron 4 do gene RHD foram testadas por meio da reação em cadeia da polimerase alelo-específica (AS-PCR convencional. Os resultados da genotipagem fetal foram comparados com a tipagem sangüínea convencional no período neonatal. RESULTADOS: Quinze amostras foram obtidas no primeiro trimestre, 37 no segundo trimestre e 29 no terceiro trimestre. Houve falha de amplificação em 6 amostras. A concordância entre os resultados da genotipagem e da tipagem neonatal foi de 97,3%, sensibilidade de 98,3% e especificidade de 93,8%. CONCLUSÃO: AS-PCR convencional é um método com bom desempenho para a genotipagem RHD fetal por meio da análise do plasma materno, mesmo em uma

  9. Paradoxos da humanização em uma maternidade no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tornquist Carmen Susana

    2003-01-01

    Full Text Available A Maternidade do Hospital Universitário em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, procura seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde no sentido da humanização da assistência ao parto, entre elas: o incentivo ao parto vaginal, ao aleitamento materno, ao alojamento conjunto, à presença de acompanhante e à redução do excessivo intervencionismo tecnológico no processo do parto. Neste artigo, são analisadas as diferenças relativas ao público que a ela acorre: mulheres de classes médias e de grupos populares. A análise busca observar as diferenças entre estas usuárias no que tange à escolha de acompanhante e experiências de dor e de amamentação.

  10. CUIDADOS MATERNOS À SAÚDE DA CRIANÇA EM AMBIENTE DOMICILIAR FRENTE AO SERVIÇO DE SAÚDE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joana De Ângelis Ponte e Silva

    2010-01-01

    Full Text Available El cuidado materno es un conjunto de acciones que permiten el crecimiento y desarrollo saludable del niño. El objetivo fue identificar los cuidados maternos proporcionados al niño en el ambiente domiciliar y las dificultades que ellas encontraron en la clínica médica. Se trata de un estudio descriptivo, con análisis cualitativo. El estudio se realizó en una Unidad Básica de Salud Familiar en la ciudad de Fortaleza-CE, en 2009. Se llevó a cabo una entrevista semiestructurada realizada con 12 madres. Sus pláticas fueron analizadas y organizadas en tablas vinculadas al tema. Se observó que la mayoría de las madres hizo uso de medicinas antes de buscar atención médica. Como medidas preventivas, se manifestó preocupación con alimentos y con el hogar. Pero en relación a las dificultadas se indicaron la atención, la accesibilidad y las medicinas disponibles. Por lo tanto, se observó que las madres buscan una solución ante la enfermedad de su hijo, empleando recursos que podrán agravar la salud del niño.

  11. Fatores associados à amamentação em crianças com deficiência e fenotipicamente normais

    OpenAIRE

    Frota, Fabíola Diogo de Siqueira; Gavião, Maria Beatriz Duarte; Aguiar, Sandra Maria Herondina Coelho Ávila de

    2015-01-01

    OBJETIVOS: avaliar o tempo de aleitamento materno e identificar possíveis fatores interferentes em crianças com deficiência e fenotipicamente normais. MÉTODOS: 99 crianças com deficiência e fenotipicamente normais de 1 a 4 anos de idade, de ambos os gêneros, matriculadas e assistidas no Centro de Assistência Odontológica a Pessoa com Deficiência e na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Araçatuba, São Paulo, Brasil e na Bebê Clínica da Faculdade de Odontologia do Campus de Araçatub...

  12. Estimulação da sucção não nutritiva na "mama vazia" em bebês prematuros: relato de casos Non-nutritive sucking stimulation on the "emptied breast" in preterm infants: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Crisiane Venson

    2010-01-01

    Full Text Available Atualmente, o leite materno é o principal alimento a ser oferecido ao pré-termo segundo as recomendações de organizações nacionais e internacionais de proteção, apoio e incentivo ao aleitamento materno. O uso de mamadeiras e chupetas é desaconselhável por provocar confusão de bicos e aumentar o desmame precoce. A literatura aponta a sucção na "mama vazia" como um método alternativo de estimulação da sucção não nutritiva em prematuros. O objetivo deste relato de casos é descrever a sucção na "mama vazia" em prematuros quanto ao tempo de utilização de sonda gástrica, tempo de internação hospitalar, ganho de peso e prevalência do aleitamento materno exclusivo na alta hospitalar. Trata-se de estudo de caso. A amostra foi composta por 19 prematuros com idade gestacional média de 32 semanas assistidos na Unidade de Cuidados Intensivos da instituição de origem, que receberam a estimulação na "mama vazia". Quando a mãe estava ausente, foi realizada a estimulação com dedo mínimo enluvado. Para análise dos dados, utilizou-se estatistica descritiva. Verificou-se que os prematuros permaneceram em média 22 dias utilizando a sonda gástrica. Com relação ao tempo de internação hospitalar, os bebês permaneceram em média 30 dias internados. O ganho de peso foi em média 23 gramas/dia. A prevalência do aleitamento materno na alta hospitalar foi de 100%. Percebe-se que a sucção não nutritiva na "mama vazia" pode ser um método eficaz no aumento da prevalência do aleitamento materno na alta hospitalar e como uma técnica alternativa de estimulação da sucção não-nutritiva.Currently, breast milk is the main nourishment to be offered to preterm infants, according to the recommendation of national and international organizations for breastfeeding protection, support and incentive. The use of bottles and pacifiers is inadvisable for causing nipple confusion and increasing early weaning. Literature indicates "emptied

  13. ALIMENTAÇÃO DOS LACTENTES E FATORES RELACIONADOS AO ALEITAMENTO MATERNO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nileide Lima Araújo

    2013-01-01

    Full Text Available El objetivo fue investigar la alimentación y los factores relacionados con la lactancia materna de lactantes en Picos-PI, Brasil. Estudio descriptivo y transversal, llevado a cabo con 90 niños menores de 12 meses de edad, cuyas madres comparecieron a las Unidades de Salud de la Familia para vacunarlos, en abril y mayo 2011. Se utilizó encuesta para recolectar datos socioeconómicos de la familia y del niño, y acerca de la comida que ofrecida. La tasa de lactancia materna exclusiva y la lactancia materna predominante fueron 57,8% y 47,8% respectivamente, siendo que la lactancia materna exclusiva tuvo duración media de 1 mes. Presentaron relación estadísticamente significativa (p <0,05 y positiva con la duración de la lactancia materna exclusiva: haber sido amamantado en la primera hora después del parto, edad materna y nivel de educación de la madre. Las prácticas alimentarias fueron inadecuadas para niños menores de un año.

  14. COMPREENDENDO O ALEITAMENTO MATERNO ATRAVÉS DA VIVÊNCIA DE NUTRIZES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MIRELLA TEIXEIRA JOCA

    2005-01-01

    Full Text Available El soporte de apoyo busca atender las necesidades de la nodriza. Objetivamos evaluar las situaciones que pueden ocasionar dificultades en la salud de la mujer durante el período en que debe dar el pecho, producir un conocimiento teórico-metodológico que posibilite el cuidado de enfermería dedicado a las nodrizas. Se trata de una investigación de tipo cuantitativa y cualitativa, desarrollada en el Centro de Parto Natural, que pertenece a la Universidad Federal de Ceará. Verificamos la historia de vida y salud, ginecológica-obstétrica y la estructura familiar en 40 históricos clínicos de mujeres embarazadas. Constatamos que la renta familiar es baja, profesión de ama de casa, convivencia de seis personas en el mismo domicilio, siete mujeres con fecha probable de parto (FPP para febrero/2004, dieciséis mujeres que están en su primera gestación. Elegimos 26 mujeres embarazadas, con FPP para inicios/2004, para realizar una entrevista en el período puerperal. Se trata de una entrevista grabada, dividida en categorías y analizada, con un guión relacionado a las dificultades y al apoyo social. En la categoría "viviendo la experiencia del puerperio", subrayamos como punto positivo: el apoyo familiar; como puntos negativos: las dificultades en asumir el papel de madre. Por lo tanto, el apoyo social es muy importante para que la nodriza pueda asumir esta función.

  15. CONHECIMENTO DE PRIMÍPARAS SOBRE OS BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO MATERNO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana Soares de Azevedo

    2010-01-01

    Full Text Available En el siguiente artículo se realizó un estudio descriptivo que tuvo como objetivo identificar el nivel de conocimiento de las primíparas acerca de los beneficios de la lactancia materna para la madre y el recién nacido, desarrollado en la Maternidad Académica Assis Chateaubriand — MEAC, entre los meses de noviembre del 2006 y enero del 2007. La población de madres primíparas fueron las mujeres que se encontraban en salas compartidas de la Institución, y la muestra constituida por 252 mujeres. La salud y el valor nutricional para el bebé fueron los beneficios más mencionados (48,0% y 14,7%, y un alto porcentaje de mujeres (69,8% no conocía los beneficios que la lactancia materna podría proporcionarle. Se sabe que el conocimiento correcto sobre aspectos relevantes de la lactancia materna contribuye para el éxito de ese proceso, pero no determinan que la lactancia materna sea realizada de manera eficaz. Por lo tanto, se advierte sobre la necesidad de programas educativos sólidos y una asistencia integral a la mujer que contemple el ciclo que abarca embarazo y puerperio, además de un cuidado integral a la salud del niño.

  16. Aleitamento de vitelos; o colostro como alimento lácteo substituto do leite materno

    OpenAIRE

    Rodrigues, A.M.

    2009-01-01

    Concurso de provas públicas para recrutamento de um Professor Coordenador para a área científica de Zootecnia, grupo disciplinar de Nutrição e Alimentação Animal, para a Escola Superior Agrária de Castelo Branco, aberto pelo Edital n.º 597/2009 de 15 de Junho, publicado no Diário da República, 2.ª série, N.º 113 de 15 Junho 2009.  Lição a que se refere a) do n.º 1 do artigo 26º do Decreto-Lei n.º 185/81, de 1 de Julho. A principal função do colostro é a transmissão de imunidade passiva ...

  17. Influência do tipo de parto sobre a concentração de imunoglobulinas A, G e M no colostro materno Influence of type of delivery on A, G and M immunoglobulin concentration in maternal colostrum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriel A. J. Striker

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a influência do tipo de parto sobre a concentração das imunoglobulinas (Ig A, G e M no colostro materno. MÉTODOS: Foram selecionadas 82 puérperas com idade cronológica entre 21 e 41 anos, idade gestacional de 37 ou mais semanas, paridade até IV gesta, bom estado nutricional e sem patologias associadas durante a gestação e o puerpério. Foram também critérios de inclusão para os recém-nascidos: peso > 2.500 g, escore de Apgar > 7 no primeiro minuto e aleitamento materno exclusivo durante o período da internação. As puérperas foram divididas em três grupos: A - parto vaginal; B - cesárea precedida de trabalho de parto; e C - cesárea eletiva. O colostro foi colhido manualmente entre 48 e 72 horas pós-parto. IgA, IgG e IgM foram dosadas pela técnica de ELISA RESULTADOS: Não se observou diferença significativa entre os tempos de coleta do colostro nos três grupos maternos estudados. Quanto menor o tempo de coleta, maior foi a concentração de IgA no colostro materno; quanto menor a paridade, maior foi a concentração de IgA e IgM no colostro materno. O grupo de puérperas submetidas a cesárea precedida de trabalho de parto apresentou concentração mais elevada de IgA no colostro do que o grupo de puérperas que havia dado à luz por parto normal. A concentração de IgM e IgG no colostro materno não foi influenciada pelo tipo de parto. CONCLUSÃO: A ocorrência do trabalho de parto, somada ao estresse cirúrgico, induz a uma concentração mais elevada de IgA no colostro materno na puérpera submetida a cesárea precedida de trabalho de parto.OBJECTIVE: To investigate the association between type of delivery and immunoglobulin concentration in maternal colostrum. METHODS: We studied 82 women who were giving birth. Age was between 21 and 41 years, gestational age was 37 or more weeks and parity up to IV pregnancies. The women were in good nutritional condition and did not have any pregnancy or

  18. Prevalência de anemia e hipovitaminose A em puérperas do Centro de Atenção à Mulher do Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP: um estudo piloto Anemia and hipovitaminosis in postpartum women seen at the Women's Care Center of the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP: a pilot study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renan Éboli Lopes

    2006-05-01

    Full Text Available OBJETIVOS: este estudo avaliou a prevalência de anemia e hipovitaminose A em puérperas no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira - IMIP. MÉTODOS: estudo descritivo tipo corte transversal com uma amostra de 72 puérperas que já se encontravam de alta hospitalar. RESULTADOS: a idade variou entre 12 e 41 anos, com mediana de 22,5 anos. Observou-se bom nível de escolaridade, embora sete delas referissem três ou menos anos de estudo. Uso de algum tipo de suplemento contendo ferro durante a gestação foi informado por 48 mulheres. Observou-se que 43,1% apresentaram concentração de hemoglobina menor que 10,0 g/dL e 65,3% menor que 11,0 g/dL. Microcitose ocorreu em 14 pacientes (19,4%, não havendo casos de macrocitose. Os níveis de hipovitaminose A foram elevados: 25,0% apresentaram retinol abaixo de 20 µg/dL. Observou-se uma tendência de associação entre puérperas não anêmicas e normocitose (volume corpuscular médio x anemia; tomando o ponto de corte para anemia de 11,0 g/dL houve associação positiva entre anemia durante a gestação e uso de compostos ferrosos. CONCLUSÕES: a prevalência de anemia foi elevada, embora a freqüência de microcitose tenha sido baixa. A prevalência de hipovitaminose A foi alta, alcançando níveis considerados como problema de saúde pública no Brasil.OBJECTIVES: this study assessed anemia and hypovitaminosis A in puerperal women seen at the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira - IMIP. METHODS: descriptive cross sectional study using a sample of 72 puerperal hospital discharged women. RESULTS: age ranged from 12 to 41 years old, median age of 22.5 years old. A good school level was noted, although seven of these women declared three years or less of education. Some type of iron supplement intake during pregnancy was informed by 48 women. It was noted that 43.1% showed hemoglobin concentration below 10,0 g/dL and 65.3% below 11,0 g/dL. Microcitosis occurred in 14 patients

  19. Padrão alimentar de crianças de 6 a 24 meses em área rural do Maranhão

    OpenAIRE

    Sousa,Francisca Georgina Macedo de; Araújo,Thelma Leite de

    2005-01-01

    Estudo exploratório transversal com o objetivo de identificar práticas alimentares infantis adotadas por famílias da Vila São Pedro, Paço do Lumiar - MA - Brasil. A população do estudo foi representada por crianças na faixa etária de 6 a 24 meses totalizando 118 crianças. Os dados subjetivos foram coletados em entrevistas individuais com as mães utilizando-se as variáveis do Elemento Estilo de Vida do Modelo Campo de Saúde de Lalonde. Na população estudada o aleitamento materno foi amplamente...

  20. USO DA PGF2? NO PUERPÉRIO PARA REDUZIR O ANESTRO PÓS-PARTO DE CABRAS EM ALEITAMENTO CONTÍNUO E CONTROLADO USE OF PGF2? ON THE PUERPERIO TO REDUCE THE POS-PARTUM ANESTROUS OF CONTINUOS OR CONTROLLED SUCKLING GOATS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Fernandes Lima

    2008-07-01

    Full Text Available

    Objetivou-se estudar os efeitos da administração da PGF2α sobre o período de anestro pós-parto de oitenta cabras, em aleitamento contínuo ou controlado, criadas em sistema semi-extensivo com acesso à água e sal mineral <em>ad libitumem>. As fêmeas, com idade entre dois e seis anos, foram aleatoriamente distribuídas em três grupos experimentais (GI, GII, GIII. As do GI (n = 30 receberam, na musculatura vulvar, 250µg de PGF2α no 6o e 12o dias após o parto. As do GII (n = 30 foram tratadas, pela mesma via e com a mesma dose de PGF2α, no 6o, 7o, 8o, 9o e 10o dias do pós-parto, e as do GIII (n = 20 serviram como controle. Realizou-se a detecção do estro por rufião com auxílio de pessoal habilitado e efetuaram-se as coberturas com reprodutores de fertilidade comprovada. Analisaram-se os dados através da ANOVA e do cálculo do erro-padrão da diferença entre proporções. Não se verificou diferença (P > 0,05 das porcentagens de estro entre os três grupos experimentais; todavia, a duração média do anestro pós-parto foi significativamente reduzida (P < 0,05 nos animais tratados com PGF2α. Houve redução significativa (P < 0,05 do anestro pós-parto das fêmeas em aleitamento controlado. Não se registrou diferença (P > 0,05 nas porcentagens de prenhez entre os diferentes grupos. Os dados obtidos permitem concluir que a administração da PGF2α no início do puerpério é eficiente para reduzir o período de anestro pós-parto, especialmente nas fêmeas em aleitamento controlado; contudo, não exerce influência sobre a fertilidade de cabras SRD com aptidão para produção de carne.

    PALAVRAS-CHAVES: Caprino, estro, prostaglandina, puerpério.

    This work aimed to

  1. Efeito materno na expressão dos teores de aminoácidos sulfurados em grãos de feijão Maternal effect in sulfur amino acids content expression in common bean grains

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Medianeira Grigoletto Londero

    2009-09-01

    Full Text Available A genética do teor de aminoácidos sulfurados em feijão não tem sido suficientemente avaliada, por isso o objetivo deste trabalho foi verificar se ocorre efeito materno na expressão dos teores de aminoácidos sulfurados (metionina e cisteína em grãos de feijão. Para isso, foram realizados cruzamentos controlados entre as cultivares 'BRS Valente' x 'IAPAR 44' e 'TPS Nobre' x 'Minuano', e as gerações F1, F1 recíproco, F2 e F2 recíproco foram obtidas para cada combinação híbrida. Os aminoácidos sulfurados foram determinados por cromatografia líquida de alto desempenho (HPLC-UV. O teor de metionina variou de 0,79g por 16g de N da matéria seca - MS ('BRS Valente' a 1,09g por 16g de N da MS (geração F2, e o teor de cisteína variou de 0,76g por 16g de N da MS (geração F2 a 1,43g por 16g de N da MS ('Minuano'. Variabilidade genética foi observada entre os genitores, porém não ocorre efeito materno na expressão dos teores de metionina e de cisteína em feijão. A seleção para maior teor de aminoácidos sulfurados em grãos de feijão deve ser realizada em sementes F2, pois a geração do embrião é F2.The genetic of the sulfur amino acids content has not been sufficiently evaluated in common bean. The objective of this research was to investigate the existence of maternal effect in sulfur amino acids content (methionine and cystein of common bean grains. The controlled crossings were performed among the cultivars 'BRS Valente' x 'IAPAR 44' and 'TPS Nobre' x 'Minuano'. The F1, F1 reciprocal, F2 and F2 reciprocal generations were obtained for each hybrid combination. The amino acid content was determined by high performance liquid chromatography (HPLC-UV. The methione content varied from 0.79g for 16g N MS ('BRS Valente' to 1.09g for 16g N MS (F2 generation and the cystein content varied from 0.76g for 16g N MS (F2 generation to 1.43g for 16g N MS ('Minuano'. Genetic variability was observed between the parents, but was there

  2. Determinação da frequência de anticorpos ABO e RH maternos em recém-nascidos - doi: 10.5102/ucs.v12i2.2871

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Muller Reche

    2014-12-01

    Full Text Available A Doença Hemolítica do Recém-Nascido (DHRN é uma anemia hemolítica, causada por incompatibilidade sanguínea materno-fetal que pode ser decorrente da aloimunização por diversos sistemas sanguíneos. Os principais causadores são os sistemas ABO e Rh. Nesta pesquisa, foi realizado um estudo retrospectivo de análise de 3.080 prontuários de recém-nascidos atendidos pela Hemoclínica de janeiro a junho de 2013. Os resultados demonstraram que 4,83% dos recém-nascidos tinham positividade no Teste de Antiglobulina Direta e, destes, 2,68% positivaram, na Pesquisa de Anticorpos, Irregulares. Desse total, 75,33% dos casos eram relacionados ao sistema ABO e 6,67% ao sistema Rh. Foi encontrada uma associação entre os sistemas ABO e Rh e um anti-Fya. Apesar do avanço nas técnicas de detecção de aloanticorpos e da imunoprofilaxia ter levado ao decréscimo no número de aloimunizações, é importante continuar as pesquisas em torno desse assunto na tentativa de diminuir os casos, visto que, se não tratada, a DHRN é letal.

  3. Fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico em um centro de parto normal Factores maternos y neonatales asociados al meconio en el líquido amniótico en un centro de parto normal Meconium-stained amniotic fluid and maternal and neonatal factors associated

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Hitomi Osava

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a frequência e os fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico no parto. MÉTODOS: Estudo transversal com 2.441 nascimentos em um centro de parto normal hospitalar em São Paulo, SP, em março e abril de 2005. A associação entre mecônio no líquido amniótico e as variáveis independentes (idade materna, paridade, ter ou não cesariana prévia, idade gestacional, antecedentes obstétricos, uso de ocitocina no trabalho de parto, dilatação cervical na admissão, tipo do parto atual, peso do RN, índice de Apgar de 1º e 5º minutos de vida foi expressa como razão de prevalência. RESULTADOS: Verificou-se mecônio no líquido amniótico em 11,9% dos partos; 68,2% desses foram normais e 38,8%, cesarianas. O mecônio esteve associado a: primiparidade (RP = 1,49; IC95% 1,29;1,73, idade gestacional ≥ 41 semanas (RP = 5,05; IC95% 1,93;13,25, ocitocina no parto (RP = 1,83, IC95% 1,60;2,10, cesariana (RP = 2,65; IC95% 2,17;3,24 e índice de Apgar OBJETIVO: Analizar la frecuencia y los factores maternos y neonatales asociados al meconio en el líquido amniótico en el parto. MÉTODOS: Estudio transversal con 2.441 nacimientos en un centro de parto normal hospitalario en Sao Paulo, SP, en marzo y abril de 2005. La asociación entre meconio en el líquido amniótico y las variables independientes (edad materna, paridad, tener o no cesárea previa, edad de gestación, antecedentes obstétricos, uso de ocitocina en el trabajo de parto, dilatación cervical en la admisión, tipo de parto actual, peso del RN, índice de Apgar de 1º y 5º minutos de vida fue expresada como el cociente de prevalencia. RESULTADOS: Se verificó meconio en el líquido amniótico en 11,9% de los partos; 68,2% de estos fueron normales y 38,8%, con cesárea. El meconio estuvo asociado a: primiparidad (RP = 1,49; IC95% 1,29;1,73, edad de gestación ≥ 41 semanas (RP = 5,05; IC95% 1,93;13,25, ocitocina en el parto (RP = 1,83, IC

  4. Puericultura em Enfermagem: perfil e principais problemas encontrados em crianças menores de um ano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane Porto Gauterio

    2012-06-01

    Full Text Available Estudo descritivo exploratório que teve por objetivos descrever o perfil da população menor de um ano atendida na consulta de enfermagem em Puericultura em uma Unidade Básica de Saúde, em Rio Grande-RS, e avaliar a associação entre situação nutricional e presença de candidíase oral, candidíase perineal e dermatite irritativa das fraldas. A amostra foi constituída por 96 prontuários das crianças menores de um ano que realizaram consulta de enfermagem em puericultura. A maioria das crianças era do sexo feminino e encontrava-se eutrófica; todas as que necessitaram de avaliação pediátrica foram encaminhadas; a dermatite irritativa das fraldas foi a alteração mais frequente e esteve associada à situação nutricional desfavorável; o aleitamento materno foi realizado, no máximo, até o sétimo mês de vida do bebê. O estudo aponta a necessidade de sensibilizar a população a respeito da importância da puericultura para a prevenção de agravos e promoção da saúde das crianças.

  5. A integralidade no cuidado à saúde materno-infantil em um contexto rural: um relato de experiência Integrality in the care provided for maternal and child health in a rural context: an experience report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Livia Rocha Beheregaray

    2010-03-01

    Full Text Available Trata-se de um relato de experiência sobre a prática da integralidade em saúde na assistência à população materno-infantil do meio rural em um município do sul do Brasil. As reflexões são oriundas de uma pesquisa sobre a saúde nutricional e o contexto de vida do universo de crianças menores de cinco anos residentes nesse contexto. Tem como base as anotações em diário de campo. Constatou-se que a população rural vive em condição de desvantagem, uma vez que os serviços e a atenção à saúde são quase exclusivamente projetados para a população urbana. Ainda, o modelo assistencial e o processo de trabalho desenvolvido dificultam a prática da integralidade. Essa situação é traduzida por questões que envolvem o acesso, o acolhimento, o vínculo e a responsabilização por parte dos profissionais. Dessa forma, parece necessário repensar a saúde da população rural desenvolvendo políticas específicas às peculiaridades epidemiológicas e culturais, serviços acessíveis geograficamente e atendidos por equipes que desempenham cuidado acolhedor e resolutivo.This is an experience report on the practice of integrality in health in the assistance provided for the mother-child population in the rural area of a city in south Brazil. The reflections come from research on the nutritional health and context of life in the universe of children who are under five years old and live in the countryside. It is mainly based on field notes. It was observed that the rural population lives in conditions of disadvantage, since the healthcare services and assistance are designed almost exclusively for the urban population. Also, the assistance model and the developed working process hinder the practice of integrality. This situation is translated by questions that involve the access, sheltering, bond and responsibility on the part of professionals. Thus, it is necessary to re-think the rural population's health, developing specific

  6. Quantificação de transcritos maternos em oócitos bovinos submetidos a diferentes condições de maturação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.M Pereira

    2010-12-01

    Full Text Available Comparou-se a quantidade relativa de transcritos de origem materna entre oócitos bovinos maturados in vivo e maturados em diferentes condições in vitro. Avaliou-se também o efeito dos sistemas de maturação in vitro sobre a viabilidade das células do cumulus. Para a maturação in vivo, os oócitos foram coletados 19-20h após aplicação de gonadorelina em doadoras superestimuladas com FSH e sincronizadas com implante de progesterona. Para a maturação in vitro, oócitos imaturos, obtidos de ovários coletados em matadouro, foram maturados sob diferentes tensões de oxigênio e suplementação proteica. Avaliou-se a abundância dos transcritos de Zar1, MATER e GDF9 por PCR em tempo real. A viabilidade das células do cumulus de oócitos maturados in vitro foi analisada pela coloração de Azul de Tripan. Observou-se sub-regulação (P0,05 na viabilidade das células do cumulus. Conclui-se que o sistema de maturação influencia a quantidade de transcritos de origem materna armazenados no citoplasma de oócitos bovinos

  7. Sentimentos e percepções de puérperas com relação à assistência prestada pelo serviço materno-infantil de um hospital universitário Mother's feelings and perceptions of the obstetric-neonatal care in an a terciary level teaching hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ligia Maria Suppo de Souza Rugolo

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar percepções e sentimentos de puérperas adultas e adolescentes, relacionados ao filho e a assistência materno-infantil, em hospital universitário de nível terciário. MÉTODOS: estudo transversal, envolvendo 180 puérperas, no Alojamento Conjunto (AC e no Berçário Interno (BI do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu , entrevistadas no segundo e terceiro dia pós-parto e distribuídas em três grupos: adultas primíparas, adultas multíparas e adolescentes. Para comparação entre grupos e locais de internação utilizou-se o chi2 ou teste de Fisher. RESULTADOS: ultrasom obstétrico e cardiotocografia tiveram impacto positivo na emoção materna. Houve pouca diferença entre os grupos quanto aos sentimentos antes e após o parto, sendo felicidade, amor, responsabilidade, ansiedade e medo os mais freqüentes. A culpa predominou nas adolescentes do BI. As percepções relacionadas ao filho, a avaliação da assistência e equipe, não diferiram entre adultas e adolescentes. Nas duas enfermarias o relacionamento entre mães e cuidadores foi bom, as mães mostraram-se satisfeitas com a equipe e a assistência, mas o aleitamento materno foi pouco valorizado e poucas mães conheciam o médico. CONCLUSÕES: está ocorrendo um processo de humanização na assistência materno-infantil deste hospital universitário, mas alguns aspectos precisam ser melhorados, especialmente a valorização do aleitamento materno e a individualização no contato médico-paciente.OBJETIVOS: to evaluate mother's (adults and adolescents feelings and perceptions about their infants and the obstetric-neonatal care in a terciary level teaching hospital. METHODS: cross-sectional survey. 180 mothers were interviewed two and three days postpartum, in the maternity wards and nurseries of the Hospital das Clínicas- Faculdade de Medicina de Botucatu and distributed in three groups: adult multiparous, adult primiparous and adolescents

  8. Non-verbal mother-child communication in conditions of maternal HIV in an experimental environment Comunicación no verbal madre/hijo em la existencia del HIV materna en ambiente experimental Comunicação não-verbal mãe/filho na vigência do HIV materno em ambiente experimental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone de Sousa Paiva

    2010-02-01

    materno. Em ambiente experimental, foram avaliadas cinco mães HIV+, no exercício de cuidados com seus filhos de até seis meses de vida. Filmagens dos cuidados foram analisadas por peritos, sendo observados os aspectos da comunicação não-verbal, como: a paralinguagem, cinestésica, distância, contato visual, tom de voz, comportamento tátil materno e infantil. Obteve-se 344 cenas que, após análise estatística, possibilitou inferir que a comunicação não-verbal é utilizada pela mãe para demonstrar seu íntimo apego aos filhos e para perceber possíveis anormalidades. Sugere-se que a infecção materna pode ser fator determinante para a formação de forte apego materno ao seu bebê após o nascimento.

  9. Perception of the mothering role of women who live in a context of drugs and violence Percepción del papel materno de mujeres que viven en un contexto de drogas y violencia Percepção do papel materno de mulheres que vivem em um contexto de drogas e violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Carmen Bernal Roldán

    2005-12-01

    ón.O número de mulheres envolvidas com drogas está aumentando e a violência contra elas também. Muitas destas mulheres são mães. O objetivo deste estudo é investigar a percepção de mulheres que recebem tratamento para dependência de droga, vivem em um contexto de drogas e violência, têm crianças com idade entre um mês e cinco anos e sua interpretação acerca. Este trabalho individual e multicêntrico, envolvendo Colômbia e Brasil, apresenta os resultados individuais de Colômbia. Foram entrevistadas 6 mulheres. Foi adotado o foco etnográfico e as entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo latente. Os resultados desta pesquisa apresentam a violência do contexto social-cultural dos participantes e o consumo de drogas no ambiente da família de origem. Esses aspectos possivelmente induziram ao uso de drogas e influenciaram no papel materno deste grupo de mulheres, que expressam isto como ambivalente, entre a idealização de ser mãe e ser mãe viciada.

  10. Diversão em movimento: um projeto lúdico para crianças hospitalizadas no Serviço de Oncologia Pediátrica do Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP Ludotherapy for hospitalized children: a ludotherapy program for hospitalized children in the Pediatrics Oncology Unit of the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arli Melo Pedrosa

    2007-03-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve as atividades lúdicas desenvolvidas na enfermaria de oncologia pediátrica do Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira (IMIP, com 60 pacientes portadores de neoplasias malignas, no período de janeiro de 2004 a janeiro de 2005. Descreve também as etapas do Projeto e apresenta os resultados obtidos, correlacionando as etapas do desenvolvimento da aprendizagem com os instrumentos lúdicos utilizados como recurso minimizador do processo de hospitalização, através dos itens mais solicitados, considerando, para essa análise, as idéias de Jean Piaget e Bruno Bettelheim.This paper describes a ludotherapy program implemented in the pediatrics oncology ward of the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira (IMIP with 60 malignant neoplasia patients from January 2004 to January 2005. It describes the phases of the project, demonstrates results obtained, relating learning development phases and ludic tools used as a resource to mitigate hospitalization hardships through the most requested items. Jean Piaget and Bruno Bettelheim concepts were used in this assessment.

  11. EFFECTING FACTORS ON THE VACCINATION AGAINST NEWCASTLE DISEASE FOR COMMERCIAL BREEDS OF CHICKS: INFLUENCE OF MATERNALLY DERIVED ANTIBODIES FATORES QUE INFLUENCIAM NA VACINAÇÃO DE NEWCASTLE EM PINTOS DE LINHAGEM COMERCIAL: INFLUÊNCIA DE ANTICORPOS MATERNOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Auxiliadora Andrade

    2007-09-01

    ção total ao desafio do primeiro ao quadragésimo segundo dia, com intervalos de uma semana. Os resultados sorológicos de anticorpos maternos indicaram que as médias geométricas (expressas em log2 declinaram acentuadamente da primeira para a terceira semana. O mesmo aconteceu com a resistência ao desafio de 98% de proteção nos primeiros dias de vida para uma percentagem média de 26% na terceira semana. Averiguou-se, também, dentro das condições do experimento, que quando se estabelece a vacinação única, a idade indicada é em torno de quatorze dias, vez que a percentagem média de mortalidade nesse grupo, durante toda fase do experimento foi 22,86%, no entanto, os níveis de proteção total não foram atingidos.

  12. Amamentação em prematuros: caracterização do binômio mãe-filho e autoeficácia materna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonia Mauryane Lopes

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a amamentação em prematuros relacionando as características do binômio mãe-filho e a autoeficácia materna. Métodos: Estudo do tipo transversal, descritivo, exploratório, com abordagem quantitativa, em uma maternidade pública do estado do Piauí, com 21 mães e seus filhos internados na Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal. Aplicou-se um questionário sobre a caracterização materna, um check-list para avaliar a técnica da amamentação e a escala Breastfeeding Self-Efficacy Scale – Short Form. Resultados: 10 (47,6% eram adolescentes, 11 (52,4% solteiras, 10 (47,6% com baixo nível de escolaridade, 10 (47,6% com renda baixa, 12 (57% não possuíam vínculo empregatício, 15 (71,4% residiam no interior do estado, 13 (61,9% apresentaram partos cesarianos, 11 (52,4% eram multigestas, 12 eram (57,1% multíparas, 11 (52,4% tiveram experiência em amamentar, 12 (57,1% planejaram a gravidez, 16 (72,5% realizaram o prénatalcom menos de seis consultas e não foram diagnosticadas doenças durante o pré-natal e 13 (81,3% não receberam orientações sobre o aleitamento materno. Quanto os recémnascidos, 18 (85,7% nasceram com peso inferior a 1500 kg, 10 (47,6% alimentavam-se com aleitamento materno misto/parcial, 16 (76,2% já haviam feito uso de sonda orogástrica para oferta do leite, 8 (66,7% tinham dificuldade da pega, 7 (58,3% sucção débil, 8 (66,7% deglutição desorganizada, 10 (83,3% vigília prejudicada, 9 (75,5% tinham pouca duração da mamada, 8 (66,6% com posicionamento desorganizado e 13 (61,9% das mães possuíam alta eficácia em amamentar. Conclusão: As mães do estudo mostraram-se com alta eficácia em amamentar seus filhos prematuros. Entretanto, na observação da técnica da mamada, esta se apresentou ineficaz.

  13. Association between maternal-fetal genetic histocompatibility and maternal undernutrition in mice: influence on intrauterine growth Associação entre histocompatibilidade genética materno-fetal e desnutrição materna em camundongos: influência no crescimento fetal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celso M. Rebello

    2006-04-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The purpose of this study was to evaluate the effects of maternal-fetal genetic histocompatibility and the association of that condition with maternal undernutrition regarding fetal growth and litter size. STUDY DESIGN: Fetuses that were either syngeneic or allogeneic with the mothers were bred, using mice of well-defined syngeneic strains (A/J and Balb/c. Pregnant mice were fed using either unrestricted normal diet with 22% protein, consumed ad libitum, or a diet containing 14% protein, with intake restricted to 70% of that consumed by the unrestricted group. At the end of gestation, the number of fetoplacental units and fetal losses, the fetal and placental weight, and the weights of fetal brain and liver were recorded. RESULTS: Fetuses from undernourished mothers showed a reduction in body, placental, and brain weight (P OBJETIVO: Avaliar os efeitos da histocompatibilidade genética materno-fetal e sua associação com a desnutrição materna em relação ao crescimento fetal e número de fetos. MÉTODOS: Fetos singênicos ou alogênicos em relação às respectivas mães foram obtidos através de cruzamentos de camundongos com linhagens genéticas bem definidas (A/J e Balb/c. As fêmeas grávidas foram alimentadas ad libitum com dieta normal contendo 22% de proteínas ou dieta com restrição, contendo 14% de proteína e aporte máximo de 70% do total consumido pelo grupo em dieta livre. No final da gestação, o número de unidades feto-placentárias e de perdas fetais, o peso da placenta e do feto, assim como o peso do cérebro e do fígado foram anotados. RESULTADOS: Os fetos das mães submetidas à desnutrição mostraram redução no peso corpóreo, placentário e cerebral (p<0.01, sendo que a associação entre a compatibilidade genética materno-fetal resultou em maior restrição ao crescimento fetal (p<0.01. Foi observada uma redução no número de fetos viáveis por fêmea entre os animais do grupo de restri

  14. Reconhecimento materno na Unidade de Cuidado Intensivo Neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monika Wernet

    2015-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: analisar experiências maternas em Unidade de Cuidado Intensivo Neonatal, com foco nas relações de reconhecimento. Método: estudo qualitativo, desenvolvido na perspectiva da hermenêutica gadameriana, fundamentado no conceito honnethiano de reconhecimento. Foram entrevistadas, em profundidade, dez mães de crianças internadas em Unidade de Cuidado Intensivo Neonatal. Resultados: há comprometimentos no processo de reconhecimento materno na unidade e, como desdobramento, surgem sentimentos de obrigação e insegurança para o cuidado do filho e fragilidades na autoestima. Conclusão: as interações com os profissionais de saúde e as normas e protocolos ali existentes promovem vulnerabilidades e comprometem o reconhecimento e a autonomia materna.

  15. Cesariana e resultados neonatais em hospitais privados no Brasil: estudo comparativo de dois diferentes modelos de atenção perinatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacqueline Alves Torres

    2014-08-01

    Full Text Available Objetiva-se comparar a prevalência de cesariana e desfechos neonatais de dois modelos de atenção ao parto em hospitais privados brasileiros, utilizando-se dados do estudo Nascer no Brasil, coorte de base hospitalar realizada nos anos 2011/2012. Foram analisadas 1.664 puérperas e seus conceptos, atendidos em 13 hospitais localizados na Região Sudeste, divididos em “típico” – modelo de atenção padrão, e “atípico” – Hospital Amigo da Criança com equipes de plantão e trabalho colaborativo entre enfermeiras obstétricas e médicos na atenção ao parto. A classificação de Robson foi adotada para a comparação das prevalências de cesariana, que foram menores no hospital atípico (47,8% vs. 90,8%, p < 0,001. Desfechos positivos relativos ao aleitamento materno foram mais frequentes no hospital atípico. Eventos neonatais adversos não apresentaram diferença significativa entre os hospitais. A intervenção adotada no hospital atípico deve ser avaliada em profundidade, uma vez que parece ter reduzido a prevalência de cesariana e aumentado as boas práticas de cuidado neonatal.

  16. TERRA E SUA ASSOCIAÇÃO COM FERRO DEXTRAN NO DESEMPENHO DE LEITÕES EM ALEITAMENTO LAND AND ITS ASSOCIATION WITH IRON DEXTRAN IN THE PERFORMANCE OF PIGLETS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergito de Souza Cavalcanti

    2007-09-01

    Full Text Available

    Na central de Suínos de Goiás, no município de Senador Canedo, foi realizada esta pesquisa, onde se utilizou leitegada de quinze porcas Large White com a finalidade de se verificar o efeito da terra e de sua associação com ferro dextran no desempenho de leitões, aos 21 e 36 dias da idade. Os tratamentos utilizados foram os seguintes: T1 - 100 mg do ferro dextran via intramuscular no terceiro dia de vida dos leitões; T2 -50 mg de ferro dextran via intramuscular no terceiro dia de vida dos leitões mais 1,0 Kg de terra/dia do terceiro ao trigésimo quinto dia; T3 - 2,0 kg de terra/dia do terceiro ao trigésimo quinto dia de vida dos leitões. Observadas as condições em que foi realizado o experimento, conclui-se que: 1 a substituição de 50 mg de ferro dextran por 1,0 kg de terra/dia, do terceiro ao trigésimo quinto dia de vida dos leitões é tão eficiente quanto 100 mg de ferro dextran injetável intramuscularmente ao terceiro dia de vida; 2 o uso de 2,0 kg de terra diariamente do terceiro ao trigésimo quinto dia de vida dos leitões teve um desempenho inferior aos demais tratamentos.

    This research was developed in the Central Pig Farm in the county of Senador Canedo in Goiás State. Litters from 15 Large White sows were used to investigate the effect of feeding ground and its association with iron dextran to piglets from the third day of age. The evaluation of the effects of the treatments in the development of the piglets was done at 21 and 35 days of age. The treatments were as follow: T1 - 100 mg of iron dextran, via intramuscular, at the third day of age; T2 - 50 mg of iron dextran, via intramuscular, at the third day of age in association with 1.0 kg of ground, fed daily from the third to the 35th day of age; T3 - 2.0 kg of ground, daily, from the third to the 35th day of age. After observing

  17. O aleitamento materno e sua relação com a prevenção das oclusopatias

    OpenAIRE

    Moimaz, Suzely Adas Saliba [UNESP; Rocha, Najara Barbosa da [UNESP; Garbin, Artênio José Isper [UNESP; Saliba, Orlando [UNESP

    2012-01-01

    Introduction: The preventive function of breastfeeding has been most investigate. Objective: This study aimed to investigate the relationship between breastfeeding with non-nutritive sucking habits and malocclusion. Methods: The current cross-sectional and retrospective study was performed based on interviews of 330 mothers of children aging from 3 to 6 years old at Araçatuba-SP, after informed consent, using a semi-structured questionnaire that was tested in a pilot study. Clinical examinati...

  18. Aleitamento materno e desmame: um olhar sobre as vivências de mães enfermeiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Caroline Rodrigues

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue comprender la vivencia de la lactancia materna y destete de hijos de madres enfermeras. Estudio descriptivo, exploratorio, cualitativo, llevado a cabo en Maringá, PA, Brasil, con 10 madres enfermeras seleccionadas por medio del método de bola de nieve entre noviembre de 2011 y enero de 2012. Los datos fueron colectados por entrevista semiestructurada y analizados según el análisis contenido. Emanaron tres categorías: Comprendiendo el proceso de gestación y la lactancia materna en el contexto de vida de madres enfermeras; Delineando el proceso de destete en la perspectiva de madres enfermeras; Lactancia materna y las demandas profesionales de madres enfermeras: motivaciones y estrategias utilizadas para el destete. El regreso al trabajo fue la principal causa para el destete, causando frustración en las madres por no poder seguir la recomendación de lactancia materna exclusiva hasta el sexto mes, en el plan de vivencia personal.

  19. Aleitamento materno como fator de proteção para o câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clícia Valim Côrtes Gradim

    2011-01-01

    Full Text Available Estudio cuantitativo, transversal que tuvo como objetivo verificar si las mujeres que amamantaron relacionan este acto como un factor de protección para el cáncer de mama. Se aplicó un formulario a 200 mujeres que amamantaron, y solían frecuentar una clínica municipal en Alfenas-Míi, entre mayo y julio de 2008. El análisis de los datos se basó en la estadística descriptiva yen el test chí cuadrado, con nivel de sígntñcancta de 5%. El índice de asociación entre la lactancia materna y el cáncer de mama fue de 3S%. La escolaridad estuvo significativamente relacionada al conocimiento de la lactancia materna no exclusiva como un factor de protección para esa neoplasia mamaria (p <0,001. Los profesionales de la salud deben alentar y concíentízar a las mujeres acerca de las ventajas de la lactancia materna, tanto sobre los beneficios para el niño como para la madre, pues la protege del cáncer de mama.

  20. O processo de comunicação na promoção do aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rezende Magda Andrade

    2002-01-01

    Full Text Available A amamentação é um comportamento humano complexo que contribui para a diminuição dos índices de morbidade e mortalidade infantil. Pesquisas recentes vêm sendo realizadas, focalizando a vivência da amamentação sob o ponto de vista da nutriz e estão demonstrando que essa experiência é, muitas vezes, dolorosa, tanto física quanto psicologicamente. O profissional de saúde precisa estar preparado para cuidar dessas nutrizes, o que inclui a habilidade para comunicar-se. Neste artigo, apresenta-se a comunicação centrada na pessoa: princípios e elementos constitutivos. Usá-la adequadamente evita efeitos deletérios e iatrogênicos aos seres humanos, e, no caso, à nutriz.

  1. Estudo longitudinal sobre a prática de aleitamento materno e fatores associados ao desmame precoce

    OpenAIRE

    Rocha, Najara Barbosa [UNESP; Garbin, Artênio José Isper [UNESP; Garbin, Cléa Adas Saliba [UNESP; Saliba, Orlando [UNESP; Moimaz, Suzely Adas Saliba [UNESP

    2013-01-01

    Objective: Using a follow-up approach, the aims were to assess breastfeeding practice and to identify variables related to early weaning. Method: This research was a longitudinal prospective study involving 87 mother-baby pairs, from pregnancy up to the child’s six months of age. The pregnant women were interviewed and the children were monitored monthly for the following variables: breastfeeding pattern, non-nutritional sucking habits and causes for weaning. Exclusive and supplemented breast...

  2. Uso de chupeta e sua relação com o desmame precoce em população de crianças nascidas em Hospital Amigo da Criança Pacifier use and its relationship with early weaning in infants born at a Child-Friendly Hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Emília de Mattos Soares

    2003-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a prática do uso de chupetas e sua relação com o desmame precoce em crianças nascidas em um Hospital Amigo da Criança. MÉTODO: Estudo de coorte, longitudinal, envolvendo 250 bebês sadios nascidos no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, com peso de nascimento >2.500 g, não gemelares, com o aleitamento materno iniciado, de famílias residentes em Porto Alegre. Os dados foram obtidos mediante entrevista com as mães na maternidade e nas suas casas, no final do primeiro e do sexto mês do bebê e, por telefone, no segundo e quarto mês. Foram construídas curvas de sobrevida para comparar as prevalências de aleitamento materno e aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses, entre as crianças usuárias e não usuárias de chupetas. RESULTADOS: das 237 crianças localizadas no final do primeiro mês de vida, 61,6% usavam chupeta, a maioria desde a primeira semana de vida. O uso de chupeta foi mais freqüente entre as crianças do sexo masculino e entre as com mães com baixa escolaridade; entre as crianças amamentadas com um mês, o uso de chupeta foi observado com mais freqüência naquelas não amamentadas exclusivamente. A incidência de desmame, entre o primeiro e sexto mês, nas crianças ainda amamentadas no final do primeiro mês, foi de 22,4% para as crianças não usuárias de chupeta, e de 50,8% para as usuárias (pOBJECTIVE: to assess the use of pacifiers and its relationship with early weaning among children born at a Child-Friendly Hospital. METHOD: a cohort study was carried out with 250 healthy singleton babies, with birthweight > 2,500 g, and with ongoing breastfeeding, born at Hospital de Clínicas de Porto Alegre. All mothers lived in Porto Alegre. Data were collected through interviews with the mothers, both at the maternity ward and at their homes, at the end of the first and sixth month of life; and over the phone, in the second and fourth months. Survival curves were built to compare the

  3. Padrão alimentar de lactentes residentes em áreas periféricas de Fortaleza

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SOARES Nadia Tavares

    2000-01-01

    Full Text Available Este estudo caracterizou o padrão alimentar de 96 crianças menores de um ano assistidas pelo Fundo Cristão para Crianças nos bairros Álvaro Weyne e Presidente Kennedy, na cidade de Fortaleza, Brasil. Os dados foram levantados por meio de entrevista domiciliar, utilizando o método recordatório 24h para conhecimento das quantidades dos alimentos consumidos, e um formulário contendo perguntas estruturadas sobre a prática do aleitamento materno e idade de introdução dos alimentos de desmame. Os resultados indicaram que o aleitamento materno misto predomina (68% sobre o aleitamento artificial (32% e exclusivo (10% e que 7% das crianças nunca receberam leite materno. Porém, até o final do décimo mês de vida, 53% das crianças ainda são amamentadas. Mingau lácteo, preparado com leite de vaca não modificado, constitui a alimentação básica de desmame. Do ponto de vista nutricional, as dietas são desbalanceadas, sendo o ferro o nutriente mais deficiente. Devem ser intensificados os esforços na promoção da alimentação infantil apropriada.

  4. Utilização de sucedâneos de leite no aleitamento de caprinos mestiços desmamados precocemente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacilene Maria da Cunha Castro

    1996-09-01

    ganhos diários de peso em T1 (130 g foram significativamente maiores (p<0,01 que nos demais tratamentos: T2 (55 g e T3 (60 g. Os cabritos foram desmamados aos 56 dias de idade, com pesos médios de 9,51; 6,61 e 6,30 kg (respectivamente para T1, T2 e T3. O presente trabalho mostrou que o emprego de sucedâneos com leite de vaca e com proteína de soja é inferior ao leite de cabra, dentro de um sistema de aleitamento artificial.

  5. Sintomas depressivos e de ansiedade maternos e prejuízos na relação mãe/filho em uma coorte pré-natal: uma abordagem com modelagem de equações estruturais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Oliveira Dias de Sousa Morais

    Full Text Available Resumo: O estudo teve como objetivo investigar a associação entre sintomas depressivos e de ansiedade maternos e prejuízos na relação mãe/filho, por meio de modelagem de equações estruturais. Foram utilizados dados de um estudo de coorte prospectivo iniciado no pré-natal com 1.140 mães, no Município de São Luís, Maranhão, Brasil. Os dados foram coletados no pré-natal e por ocasião do segundo ano de vida dos filhos das entrevistadas. Para verificar prejuízos na relação mãe/filho, foi usado o Postpartum Bonding Questionnaire - PBQ (N = 1.140. No modelo teórico inicial, a situação socioeconômica determinou os fatores demográficos, psicossociais maternos e de apoio social, que determinaram o desfecho relação mãe/filho. Os ajustes foram realizados por modelagem de equações estruturais, utilizando-se o Mplus 7.0. O modelo final apresentou bom ajuste (RMSEA = 0,047; CFI = 0,984; TLI = 0,981. Sintomas de depressão na gestação e pós-parto estiveram associados a maiores escores do PBQ, indicando prejuízos na relação mãe/filho. O maior efeito foi o dos sintomas de depressão na gestação. Associaram-se também a maiores escores do PBQ: menor apoio social, situação socioeconômica desfavorável e viver sem companheiro, por via indireta. Sintomas de ansiedade e idade materna não estiveram associados com a relação mãe/filho. Os resultados sugerem que identificar e tratar a depressão no pré-natal e pós-parto poderá melhorar a relação mãe/filho na infância.

  6. Efeitos genéticos aditivos direto e materno sobre o peso à desmama em animais mestiços Europeu-Zebu Direct and maternal genetic additive effects on weaning weight of crossbred European-Zebu animals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kepler Euclides Filho

    1999-04-01

    Full Text Available Os dados usados neste estudo são resultados de avaliações de cruzamentos entre as raças européias e a raça Nelore. As informações referentes a pesos à desmama de 883 animais, oriundos de seis grupos de acasalamentos envolvendo cruzamentos das raças Simental, Charolês e Chianina com a raça Nelore, retrocruzamentos e Nelore puro, foram usadas. Os pesos à desmama foram ajustados para as idades do bezerro e da mãe e para grupo contemporâneo (constituído pela combinação de ano e estação de nascimento e sexo, a fim de se estimarem os efeitos genéticos direto e materno sobre o peso à desmama. Estes efeitos foram estimados pela regressão do peso à desmama sobre a composição racial do indivíduo, que foi considerada como a proporção do genótipo do Nelore. As estimativas para os efeitos aditivos diretos foram 4,43 kg para a raça Simental, 6,58 kg para a raça Chianina e 15,24 kg para a raça Charolês. As estimativas para os efeitos maternos, entretanto, foram 41,78 kg para a raça Simental, 26,50 kg para a raça Charolês e 26,11 kg para a raça Chianina.The data used in this study are results of the evaluations of crosses among European breeds and Nellore breed. The data regarding to the weaning weight of 883 calves resulted from six mating groups involving crosses of Simental, Charolais and Chianina breeds with Nellore, backcrosses and pure Nellore, were used. The weaning weights were adjusted for cow and calf ages and contemporary group (formed by the combination of year and season of birth and sex to estimate direct and maternal genetic additive effects on weaning weight. These effects were estimated by regression of the weaning weight on the individual breed composition, which was considered as a proportion of Nellore genotype. The direct additive effect estimates were 4.43 kg for Simental breed, 6.58 kg for Chianina breed and 15.24 kg for Charolais breed. The maternal additive effect estimates, however, were 41.78 kg

  7. Internações por complicações obstétricas na gestação e desfechos maternos e perinatais, em uma coorte de gestantes no Sistema Único de Saúde no Município de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barbara Laisa Alves Moura

    2018-02-01

    Full Text Available A morbidade materna, a mortalidade neonatal e a mortalidade fetal são importantes indicadores da saúde materna infantil. O estudo tem por objetivo descrever desfechos maternos e perinatais (baixo peso ao nascer, prematuridade, óbito fetal e neonatal, internações pós-parto e readmissão dos recém-nascidos de uma coorte de gestantes cujos partos foram financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS no Município de São Paulo, Brasil, no segundo semestre de 2012. Foi obtida uma coorte retrospectiva de 55.404 gestantes com vinculação (determinística e probabilística das informações do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS, Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC, Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM e Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES. Internações por complicações obstétricas da gestação ocorreram em 4,3% das gestantes. Diagnósticos mais frequentes foram: infecções, doenças hipertensivas e diabetes. As internações prévias ao parto foram mais frequentes nas gestantes a partir de 35 anos, de gestações múltiplas e com baixa escolaridade. As internações das gestantes no pós-parto foram 3 vezes maior e a mortalidade materna 9 vezes maior entre as gestantes com internação prévia por complicações obstétricas. Os desfechos perinatais (mortalidade fetal e neonatal, prematuridade e baixo peso ao nascer foram 2 vezes mais frequentes entre os conceptos de gestantes com internação prévia que aquelas sem internação. Comportamento semelhante foi encontrado com relação à internação dos recém-nascidos logo após o parto e na readmissão hospitalar. Desfechos maternos e perinatais negativos foram mais frequentes em gestantes com internação prévia ao parto.

  8. Dosagem de folatos maternos e fetais, séricos e eritrocitários em malformações por defeito de fechamento do tubo neural no feto Maternal and fetal serum and red blood cell folate levels in pregnancies complicated by neural tube defects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor Bunduki

    1998-07-01

    Full Text Available Objetivos: avaliar os níveis de folatos maternos e fetais gestações com malformações por defeitos de fechamento do tubo neural (DFTN. Métodos: o estudo foi do tipo caso-controle, no qual 14 casos de fetos com DFTN (grupo estudo e 14 casos de fetos com outras malformações (grupo controle foram estudados em gestantes de baixo risco para DFTN. Propusemo-nos a dosar o ácido fólico, na sua forma total e metilada, nos compartimentos fetal e materno, utilizando dosagens séricas e tissulares (eritrocitárias, assim como o volume corpuscular médio, o hematócrito e a hemoglobina. As coletas foram realizadas imediatamente antes da interrupção da gestação. Os resultados nos dois grupos foram comparados pelo teste t de Student, método de amostras pareados pela idade gestacional. Resultados: não se encontrou diferença nas taxas de folatos fetais e nos parâmetros hematológicos dos fetos, entre os dois grupos. Por outro lado, taxas anormalmente baixas de folatos foram encontradas nos eritrócitos das mães portadoras de fetos com DFTN, tanto para as formas totais(293,9 ng/mL contra 399,1 ng/mL no grupo controle, p=0,01 quanto para as formas metiladas (201,9 ng/mL contra 314,0 ng/mL para o grupo controle, p=0,02. Os folatos séricos maternos não se mostraram diferentes nos grupos estudo e controle. Conclusão: este estudo demonstrou que há uma menor taxa de folatos intratissulares, nas mães de fetos acometidos por DFTN, porém com taxas de folatos séricos semelhantes em relação ao grupo controle.Objective: to analyze maternal and fetal folate status in cases of neural tube defects (NTD. Methods: a case-control study was designed with 14 cases of fetuses with neural tube defects (study group and 14 cases of fetuses with other unrelated malformations (control group gestational age matched, in low-risk pregnant women. Both total and methylated folic acid levels in fetal and maternal compartments using serum and tissular (red blood cells

  9. Avaliação do estado ácido-básico materno com o uso de sufentanil por via subaracnóidea em diferentes doses para cesarianas e suas repercussões sobre os recém-nascidos Evaluación del estado ácido-básico materno con el uso de sufentanil por vía subaracnóidea en diferentes dosis para cesáreas y sus repercusiones sobre los recién nacidos Evaluation of maternal acid-base status after different doses of spinal sufentanil for cesarean section and its effects on the neonates

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Fernando Lima Castro

    2003-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O sufentanil subaracnóideo em obstetrícia promove alívio imediato da dor, melhor qualidade da anestesia e analgesia pós-operatória mais prolongada, tendo como efeito colateral mais grave a depressão respiratória. Objetivou-se neste estudo avaliar o estado ácido-básico materno com o uso de sufentanil subaracnóideo em diferentes doses, associado à bupivacaína hiperbárica, para cesarianas e suas repercussões sobre os recém-nascidos. MÉTODO: Foram avaliadas 40 gestantes a termo, estado físico ASA I, com idades entre 17 e 35 anos, submetidas à cesariana eletiva sob raquianestesia e divididas em 2 grupos eqüitativos: no grupo I, receberam 12 mg de bupivacaína a 0,5% hiperbárica associados a 2,5 µg de sufentanil e no grupo II, receberam 12 mg de bupivacaína a 0,5% hiperbárica associados a 5 µg de sufentanil. Foram avaliados: estado ácido-básico materno através de gasometria arterial antes da realização da anestesia e após o nascimento do concepto, SpO2, alterações hemodinâmicas, vitalidade dos recém-nascidos através do índice de Apgar e gasometria do cordão umbilical e presença de efeitos colaterais. RESULTADOS: Os grupos mostraram-se homogêneos nos parâmetros avaliados, observando-se discreta acidose metabólica materna compensada em ambos os grupos tanto antes da realização da anestesia como logo após o nascimento do concepto; porém, sem repercussões clínicas. Os recém-nascidos apresentaram boa vitalidade e gasometrias compatíveis com a normalidade. CONCLUSÕES: A associação de bupivacaína hiperbárica a 0,5% a pequenas doses de sufentanil subaracnóideo em cesarianas mostrou ser técnica segura ao binômio materno-fetal, preservando seu estado hemodinâmico e ácido-básico.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El sufentanil subaracnóideo en obstetricia promueve alivio inmediato del dolor, mejor calidad de la anestesia y analgesia pós-operatoria más prolongada, y que tiene como

  10. Fatores de risco associados ao desmame precoce e ao período de desmame em lactentes matriculados em creches Risk factors associated to early weaning and to weaning period of infants enrolled in daycare centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Borelli Barbosa

    2009-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco no processo de desmame de lactentes matriculados em creches. MÉTODOS: Estudo analítico transversal com 56 crianças de nove a 18 meses de idade matriculadas em cinco creches de São Paulo. As mães das crinaças responderam ao questionário pré-testado que abordava questões demográficas, socioeconômicas, de gestação e nascimento, morbidade, aleitamento materno, alimentação complementar (quando/como foram introduzidos novos alimentos e atividades da criança na creche. Os fatores associados ao desmame precoce e menor período de desmame (variável definida pela diferença entre tempo de aleitamento exclusivo e tempo de aleitamento total foram avaliados em análises bivariadas. As variáveis com p25 anos (OR 4,91; IC95% 1,35-17,95; mãe morar sem companheiro (OR 6,42; IC95% 1,28-32,20 e uso de chupeta antes dos 30 dias de vida (OR 8,75; IC95% 1,90-40,23. Os fatores de risco para tempo insuficiente de desmame foram: frequentar creche pública (OR 3,20; IC95% 0,77-14,29 e início tardio do pré-natal (OR 4,13; IC95% 0,70-31,29. CONCLUSÕES: Características relacionadas à família e à instituição creche são fatores de risco para o desmame de crianças institucionalizadas. A abordagem desses determinantes para definir ações de saúde e nutrição é estratégica para favorecer a prática do aleitamento e qualificar o papel da creche como promotora de saúde e nutrição infantil.OBJECTIVE: To evaluate risk factors associated with weaning of infants enrolled in daycare centers. METHODS: Analytical cross-sectional study comprising 56 children aged nine to 18 months in five daycare centers of São Paulo. A pre-tested questionnaire was applied to their mother, including questions on demographics and socioeconomic issues, gestation and birth, illness, breastfeeding, complementary feeding (when and how new foods were introduced and children activities in daycare centers. Factors associated with early

  11. Valvoplastia aórtica por cateter-balão em emergência materno-fetal na adolescência Valvuloplastia aórtica por catéter con balón en emergencia materno-fetal en la adolescencia Aortic valvuloplasty with balloon catheter in maternal-fetal emergency in adolescence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walkiria Samuel Avila

    2009-12-01

    Full Text Available O aumento do débito cardíaco durante a gravidez é causa de insuficiência cardíaca em portadoras de estenose valvar aórtica grave. A valvoplastia aórtica percutânea tem sido associada a graves complicações e reestenose valvar em curto prazo. O presente caso mostrou que a valvoplastia aórtica percutânea permitiu o alcance do parto com sobrevida da mãe e do feto, e que a interrupção do tratamento no pós-parto resultou em morte materna no puerpério tardio.El aumento del gasto cardiaco durante el embarazo es la causa de insuficiencia cardiaca en portadoras de estenosis valvular aórtica severa. Se viene asociando la valvuloplastia aórtica percutánea a severas complicaciones y reestenosis valvular en corto plazo. El presente caso reveló que la valvuloplastia aórtica percutánea permitió el alcance del parto con sobrevida de la madre y del feto, y que la interrupción del tratamiento en el postparto resultó en muerte materna en el puerperio tardío.The increase of cardiac output during pregnancy is the cause of heart failure in women with severe aortic valvular stenosis. Percutaneous aortic valvuloplasty has been associated with severe complications and short-term valvar restenosis. This case showed that percutaneous aortic valvuloplasty allowed both mother and fetus to survive after childbirth, and that postpartum treatment interruption resulted in maternal death in late postpartum care.

  12. Ingestão de bebidas alcoólicas em lactantes atendidas em Hospital Universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luisa V. Nascimento

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Verificar a frequência do consumo de bebidas alcoólicas e o grau de risco do hábito de etilismo em lactantes atendidas no Serviço de Puericultura do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. MÉTODOS: Estudo transversal com 157 mães lactantes matriculadas no Programa de Puericultura do hospital. Utilizou-se questionário com informações sobre variáveis demográficas, socioeconômicas, tipo e tempo de aleitamento materno, hábito de tabagismo e consumo de alimentos considerados petiscos. A avaliação do consumo de álcool nos últimos 12 meses foi realizada pelo questionário "teste de identificação de distúrbios causados pelo uso de álcool" (AUDIT C - Alcohol Use Disorders Identification Test. Para análise estatística, aplicaram-se os testes do qui-quadrado de Pearson e exato de Fisher. RESULTADOS: Verificou-se consumo de bebidas alcoólicas em 12% das lactantes; dentre estas, 100% apresentaram baixo risco para transtornos causados pelo uso do álcool. A frequência de lactantes que consumiam petiscos durante a ingestão alcoólica foi 100%, sendo os queijos os mais consumidos - 18 (95%. CONCLUSÕES: A prevalência de consumo de álcool foi baixa nas lactantes estudadas. As usuárias exibiram um consumo considerado de baixo risco e uma frequência elevada de consumo de petiscos durante a ingestão alcoólica.

  13. Padrão alimentar de crianças de 6 a 24 meses em área rural do Maranhão Padrón alimentício de niños de 6 a 24 meses em area rural de Maranhão Alimentary standard of children aged 6 to 24 months in rual area of Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Georgina Macedo de Sousa

    2005-06-01

    Full Text Available Estudo exploratório transversal com o objetivo de identificar práticas alimentares infantis adotadas por famílias da Vila São Pedro, Paço do Lumiar - MA - Brasil. A população do estudo foi representada por crianças na faixa etária de 6 a 24 meses totalizando 118 crianças. Os dados subjetivos foram coletados em entrevistas individuais com as mães utilizando-se as variáveis do Elemento Estilo de Vida do Modelo Campo de Saúde de Lalonde. Na população estudada o aleitamento materno foi amplamente praticado, pois 89,8 % das mães disseram ter amamentado seus filhos. No entanto, 97,4% das crianças receberam chás, água e espessantes antes dos seis meses de vida e somente 2,6% das crianças foram mantidas em aleitamento materno exclusivo. As frutas não foram adequadamente introduzidas na dieta infantil. O mingau de cereal é, para 62,7% das crianças, o único alimento, caracterizando uma dieta monótona e pobre em nutrientes. Tais resultados podem orientar ações de monitoramento e reorientação às ações de suporte à alimentação infantil.Estudio exploratorio, transversal con el objetivo principal de identificar practicas alimentares infantiles adoptadas por famílias en la Villa São Pedro, Paço do Lumiar. La muestra del estudio fue representada por niños en edad entre 6 a 24 meses. Los datos subjetivos fuerón acopiados en entrevistas individuales con las madres. Los resultados mostraron que el amamantamiento materno fue ampliamente practicado, pues 89,8% de las madres dijerón ter amamantado sus hijos, mas 97,4% dos los niños recibierón te, líquidos y papas antes de los 6 meses de edad y solo 2,6% de los niños fuerón mantenidos con leche materno exclusivo. Las frutas no fueron introducidas en la dieta infantil. Las papas de cereales son para 62,7% de los niños el único alimento, caracterizando una dieta monótona y pobre en nutrientes. Esos resultados pueden orientar acciones de monitoramento y reorientación a las

  14. Características epidemiológicas dos óbitos maternos ocorridos em Recife, PE, Brasil (2000-2006 Caracteristicas epidemiológicas de las muertes maternas ocurridas en Recife, PE, Brasil (2000-2006 Epidemiological features of maternal deaths occurred in Recife, PE, Brazil (2000-2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaella Araújo Correia

    2011-02-01

    Full Text Available Estudo de corte transversal que objetivou descrever as características epidemiológicas dos óbitos maternos de residentes no Recife, PE, Brasil, ocorridos entre 2000 e 2006. A fonte de dados foi constituída pelas fichas de investigação de óbito materno da Secretaria de Saúde do Recife. Para a análise dos dados, utilizou-se o programa EpiInfo 6.04d. Foram estudados 111 óbitos, correspondendo a uma Razão de Morte Materna de 65,99/100.000 nascidos vivos. Os dados obstétricos mostraram a realização de menos de seis consultas pré-natais, entre uma e quatro gestações prévias, parto cesário e admissão em estado grave. Os transtornos hipertensivos constituíram a principal causa de óbito. A maioria dos óbitos foi considerada evitável. Os resultados indicam a necessidade de aprimorar a assistência à saúde da gestante durante o pré-natal, parto e puerpérioEstudio de corte transversal cuyo objetivo ha sido describir las características epidemiológicas de los óbitos maternos de residentes en la ciudad de Recife, PE, Brasil ocurridos entre los años 2000 y 2006. La fuente de datos la constituyeron las fichas de investigación de óbito materna de la Secretaría de Salud de Recife. Para el análisis de los datos se ha hecho uso del programa EpiInfo 6.04d. Han sido investigados 111 óbitos, lo que corresponde a una Razón de Muerte Materna de 65,99/100.000 nacidos vivos. Los datos obstétricos han demostrado la realización de menos de seis consultas prenatales, entre una y cuatro gestaciones previas, parto cesáreo, ingreso en estado grave, con demanda de asistencia bajo terapia. Los trastornos hipertensivos constituyeron la principal causa del óbito. En su mayor parte, los óbitos han sido considerados evitables. Los resultados señalan la necesidad de aprimorar la asistencia a la salud de la gestante en el período prenatal, el parto y el puerperioThis was a cross-sectional study that aimed to describe the epidemiological

  15. Utilizando a criatividade na educação em saúde em alojamento conjunto neonatal: opinião de puérperas sobre o uso de um jogo educativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Mara Monti Fonseca

    2000-06-01

    Full Text Available O estudo objetiva descrever a vivência do enfermeiro no desenvolvimento e utilização de um jogo educativo sobre aleitamento materno e cuidados básicos com o recém-nascido, junto à puérperas em alojamento conjunto e identificar as opiniões das mães sobre essa vivência. Estudo descritivo realizado em uma maternidade filantrópica de Ribeirão Preto -SP. Atividades educativas foram realizadas em grupo, coordenadas pela enfermeira, utilizando jogo de tabuleiro. Estimula-se a participação de outras mães para completar respostas às questões formuladas e, ao final, solicitase opinião sobre a vivência. Das opiniões verbalizadas verificamos: as mães consideram o jpgo "divertido", "estimulante", deixando-as atentas pois "numa aula normal todas iriam dormir" e "quebra a rotina do hospital". A dinâmica utilizada tornou "mais fácil perguntar sobre as dúvidas, sem vergonha", "todo mundo dá opinião" e facilita a aprendizagem ("mais fácil de aprender", "mais fácil de guardar". Concluimos que o jogo constitui estratégia adequada para facilitar troca de experiências entre puérperas e o desenvolvimento da educação em saúde através de atividades lúdico-pedagógicas.

  16. Cell-free fetal DNA in maternal plasma and noninvasive prenatal diagnosis DNA fetal libre en el plasma materno y diagnóstico prenatal no invasivo DNA livre fetal em plasma materno e diagnóstico pré-natal não invasivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ester Silveira Ramos

    2006-12-01

    ías pueden ser muy importantes a la madre y a sus niños, y ayudar al Consejo Genético de las familias.A natureza não invasiva para o feto da pesquisa de DNA fetal em circulação materna representa sua maior vantagem sobre os métodos convencionais de diagnóstico pré-natal. As aplicações desta metodologia envolvem a detecção do sexo fetal e o diagnóstico, tratamento intra-útero e avaliação do prognóstico de várias doenças. Já as células fetais detectadas em circulação materna podem estar envolvidas em doenças auto-imunes e representar uma fonte de células-tronco para as mães. Com a introdução comercial de uma técnica que detecta o sexo fetal entre 6-8 semanas, haveria o risco de abortos precoces devido à seleção do sexo por propósitos sociais, tornando necessária uma discussão prévia sobre os aspectos éticos desta questão. A introdução de novas técnicas não invasivas de diagnóstico pré-natal e o conhecimento das mesmas por parte da Equipe de Enfermagem poderão trazer grandes benefícios para a mãe e seus filhos, bem como auxiliar no Aconselhamento Genético das famílias.

  17. Toxoplasma-IgM and IgG-avidity in single samples from areas with a high infection rate can determine the risk of mother-to-child transmission Avidez de IgM e IgG de Toxoplasma em amostras de áreas com alta taxa de infecção pode determinar risco de transmissão materno-fetal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Myrian Morussi Reis

    2006-04-01

    Full Text Available Anti-Toxoplasma IgG-avidity was determined in 168 serum samples from IgG- and IgM-positive pregnant women at various times during pregnancy, in order to evaluate the predictive value for risk of mother-to-child transmission in a single sample, taking the limitations of conventional serology into account. The neonatal IgM was considered the serologic marker of transmission. Fluorometric tests for IgG, IgM (immunocapture and IgG-avidity were performed. Fifty-one of the 128 pregnant women tested gave birth in the hospital and neonatal IgM was obtained. The results showed 32 (62.75% pregnant women having high avidity, IgM indexes between 0.6 and 2.4, and no infected newborn. Nineteen (37.25% had low or inconclusive avidity, IgM indexes between 0.6 and 11.9, and five infected newborns and one stillbirth. In two infected newborns and the stillbirth maternal IgM indexes were low and in one infected newborn the only maternal parameter that suggested fetal risk was IgG-avidity. In the present study, IgG-avidity performed in single samples from positive IgM pregnant women helped to determine the risk of transmission at any time during pregnancy, especially when the indexes of the two tests were analysed with respect to gestational age. This model may be less expensive in developing countries where there is a high prevalence of infection than the follow-up of susceptible mothers until childbirth with monthly serology, and it creates a new perspective for the diagnosis of congenital toxoplasmosis.A avidez de IgG anti-Toxoplasma foi realizada em 168 amostras IgG e IgM positivas de gestantes, coletadas em qualquer período da gestação, para avaliar o valor preditivo do risco de transmissão materno-fetal em amostra única, considerando as limitações da sorologia convencional. A IgM neonatal foi considerada o marcador sorológico de transmissão. Testes fluorométricos foram realizados para IgG, IgM (imunocaptura e avidez de IgG. Cinqüenta e uma das 128

  18. Estudo do trabalho de parto (períodos de dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg em pacientes obesas no Conjunto Hospitalar de Sorocaba: aspectos maternos, fetais e perinatais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André de Araújo Rozas

    2011-03-01

    Full Text Available Objetivo: analisar em parturientes obesas os períodos do trabalho de parto (dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg e as repercussões maternas, fetais e perinatais. Método: estudo prospectivo de partos de pacientes obesas, comparando-as com um grupo de não obesas, identificadas através do Índice de Massa Corporal (IMC, assistidos no Conjunto Hospitalar (CHS e Hospital Santa Lucinda (HLS de Sorocaba de março de 2008 a janeiro de 2009. As variáveis pesquisadas foram as fases do parto (dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg, tipos de partos, intercorrências maternas, características e evolução de seus recém-nascidos no berçário. A análise estatística incluiu testes de diferenças entre proporções e de correlação. Resultados: foram estudadas 40 pacientes obesas, as quais tinham maior proporção em: idade de 20 - 29 anos (62,50%, casadas (45,00%, cor branca (57,50%, escolaridade de segundo grau incompleto (42,50%, provenientes de Sorocaba em 87,50%. A média de acompanhamento pré-natal foram nove consultas, provindas de Sorocaba (90,00%, maior proporção de multiparidade (60,00% e partos vaginais (77,50%. As fases de evolução do trabalho de parto (dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg foram similares em duração nos grupos de estudo e o de controle. Os recém-nascidos das obesas também não tiveram valores estatísticos significantes, em relação aos índices de vitalidade, sexo, peso e evolução em berçário, quando comparados aos parâmetros similares em recém-nascidos de pacientes não obesas. Conclusões: apesar citarem-se as possibilidades de várias patologias em parturientes obesas e em seus recém-nascidos, nesta pesquisa tais fatos não foram estatisticamente significantes quando comparados a um grupo de pacientes não obesas. Trabalho da Iniciação Cientifica - fomento através do CNPq.

  19. Alimentação complementar em crianças no segundo ano de vida Alimentación complementar en niños en el segundo año de vida Complementary feeding of children in the second year of life

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Regina L. Alves

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as práticas alimentares de crianças no segundo ano de vida, comparando as que estão em aleitamento materno complementado com aquelas desmamadas antes dos 12 meses de vida. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo crianças de 12 a 24 meses da área de abrangência de um serviço de atenção primária de Belo Horizonte, Minas Gerais. As mães foram entrevistadas sobre as práticas de alimentação de seus filhos. Foram comparadas as práticas alimentares das crianças em aleitamento materno complementado com aquelas desmamadas antes dos 12 meses de vida por meio dos testes qui-quadrado ou exato de Fisher, t de Student e Kruskal-Wallis, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Foram avaliadas 118 crianças com idade média de 16,8±4,0 meses, sendo que 35% delas ainda eram amamentadas e 15,3% mantiveram aleitamento exclusivo por seis meses. Nas crianças amamentadas, a duração mediana do aleitamento exclusivo foi de quatro meses e, nas desmamadas, dois meses (p=0,13. Em ambos os grupos houve introdução precoce de alimentos complementares, elevado consumo de alimentos industrializados, alta prevalência de consumo diário de óleos ou gorduras (90,7% e baixo consumo de frutas (38,1%. CONCLUSÕES: Os resultados sinalizam práticas alimentares inadequadas nos lactentes, independentemente do consumo recomendado de leite materno, denotando a necessidade de aprimoramento e integração das ações de promoção do aleitamento materno e alimentação saudável nos serviços de atenção primária à saúde.OBJETIVO: Estudiar las prácticas alimentares de niños en el segundo año de vida, comparando los que están en lactancia materna complementada (LMC con aquellos destetados antes de los 12 meses de vida (SLM. MÉTODOS: Estudio transversal implicando a niños entre 12 y 24 meses de edad en el área de alcance de un servicio de atención primaria de Belo Horizonte/Minas Gerais (Brasil. Las madres fueron entrevistadas

  20. Estudo com gestantes atendidas em um centro municipal de saúde da periferia de Botucatu - São Paulo: relação entre baixo peso materno e baixo peso ao nascer do concepto Estudio con gestantes atendidas en un centro municipal de salud de los alrededores de Botucatu - São Paulo: relación entre bajo peso materno y bajo peso al nacer del concepto Study of pregnant women at a city health center in Botucatu, São Paulo: relationship of low maternal weight and low birth weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Maria Garcia de Lima

    1995-01-01

    Full Text Available Este trabalho teve o objetivo de estudar um grupo de 15 gestantes de baixo peso, que fizeram pré-natal em um Centro Municipal de Saúde da periferia de Botucatu - SP, triadas pela "Curva de Rosso", comparando-as a um grupo de 08 gestantes de peso normal triadas pelo mesmo instrumento e que freqüentavam o mesmo serviço pré-natal. Verificou-se que os filhos de mulheres de peso normal pesaram, em média, 118 g a mais que os filhos das mulheres de baixo peso; independente do peso materno, pesaram mais os recém-nascidos de mulheres com altura superior a 155 cm e não fumantes; as mulheres de peso normal tiveram, em média, 2 semanas de gestação a mais; entre os filhos das gestantes de baixo peso observamos relação entre peso médio ao nascer e ascensão na curva altura uterina x idade gestacional; não houve relação entre anemia materna e intervalo interpartal inferior a 2 anos e peso ao nascer.Este trabajo tuvo como objetivo estudiar un grupo de 15 gestantes de bajo peso que realizaron el prenatal en un Centro Municipal de Salud Pública de la periferia de Botucatu - SP, seleccionadas a través de la "Curva de Rosso" a las cuales se comparó con un grupo de 8 gestantes de peso normal seleccionadas a través del mismo instrumento y que frecuentaban el mismo servicio prenatal. Con este estudio se verificó que los hijos de mujeres de peso normal tuvieron un peso promedio de 118g más que los hijos de las mujeres de bajo peso; independiente del peso materno, pesaron más los recién nacidos de mujeres con talla superior a 155cm y no fumadoras; las mujeres de peso normal tuvieron en promedio 2 semanas más de gestación que las mujeres de bajo peso. Entre los hijos de las gestantes de bajo peso observaron una relación entre el peso promedio al nacer y el aumento en la curva altura uterino por edad gestacional; no encontrandose ninguma relación entre anemia materna y los periodos intergenésicos inferiores a 2 años el peso al nascer

  1. Predição do apego de crianças em função do estilo educativo materno e do tipo de família Prediction of children's attachment regarding maternal rearing style and family type

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sónia Catarina Carvalho Simões

    2013-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo identificar fatores preditores da segurança do apego das crianças. O estudo foi conduzido numa amostra comunitária de mães de 288 crianças em idade escolar, distribuídas por três grupos de acordo com a tipologia familiar (famílias nucleares, monoparentais e reconstituídas. As mães avaliaram o seu estilo educativo (EMBU-P e os comportamentos de apego dos filhos (PCV-M. Os resultados evidenciaram uma correlação positiva entre as perceções maternas dos comportamentos de apego dos filhos e de suporte emocional e uma correlação negativa entre esta mesma variável e a rejeição materna. O modelo preditor da segurança do apego identificou como preditores a rejeição e o suporte emocional maternos, não se verificando o poder preditivo do tipo de família.This study aims to identify predictive factors of children's secure attachment. The study was conducted in a community-based sample of 288 mothers of school-aged children distributed in three groups accordingly to their family type (nuclear, single-parent and reconstituted family. The mothers assessed their own rearing style (EMBU-P as well as their children's attachment behaviors (PCV-M. The results showed a positive correlation between mothers' perception of emotional support and the quality of their children's attachment behaviors, and a negative correlation between the latter variable and maternal rejection. The predictive model of attachment security identified maternal rejection and emotional support as predictors, whilst family type showed no predictive power.

  2. A escrita como recurso terapêutico no luto materno de natimortos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabrina Lima

    2015-12-01

    Full Text Available O trabalho teve como objetivo compreender se a escrita pode ser usada como recurso terapêutico no luto materno de natimortos. Foram analisados textos de três mães publicados em blogs, com base na teoria de Bowlby (apego e luto. A escrita foi compreendida como terapêutica, pois organiza a vivência traumática e elabora a perda invisível socialmente, além de ser o principal meio de manter a memória do bebê perdido.

  3. Efeitos de bebidas alcóolicas em mães lactantes e suas repercussões na prole The effect of alcoholic beverages in nursing mothers and their impact on children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Goretti Pessôa de Araújo Burgos

    2002-08-01

    Full Text Available Foi feita uma revisão de estudos sobre os efeitos ocasionados pelo consumo de bebidas alcóolicas por lactantes, analisando os múltiplos distúrbios metabólicos, nutricionais e psicológicos evidenciados no organismo materno e dos recém-nascidos. É enfatizada a necessidade de orientações clínico-nutricionais nos serviços de pré-natal e puericultura acerca dos riscos da ingestão de bebidas alcoólicas em qualquer quantidade, por mães no período de gestação e aleitamento.A study review on the effects of alcoholic beverage consumption in suckling children and analysis of multiple metabolic, nutritional and psychological conditions in mothers and newborns were accomplished. These emphasized the need of clinical and nutritional guidance in prenatal and childcare clinics related to the risk of alcoholic beverages intake, in any quantity by pregnant women and nursing mothers.

  4. Efeitos fisiológicos decorrentes do exercício físico no organismo materno durante a gestação

    OpenAIRE

    Fábio Ricardo Acencio; Katiane Aparecida Soaigher; Maria Theodora Ferracini; Diógenes Aparício Garcia Cortez

    2016-01-01

    Objetivo: identificar os benefícios fisiológicos que a prática de exercício físico pode proporcionar ao organismo materno, baseados em testes já realizados. Método: estudo de revisão de literatura, com buscas realizadas nas bases de dados Scielo, Portal de Periódicos Capes, LILACS e no Google Acadêmico. Foram selecionados 32 artigos publicados entre 1999 a 2014 inglês e português encontrados por meio das palavras-chave: efeitos fisiológicos do exercício físico; gestante; organismo materno. Re...

  5. Predição do apego de crianças em função do estilo educativo materno e do tipo de família

    OpenAIRE

    Simões,Sónia Catarina Carvalho; Farate,Carlos; Soares,Isabel; Duarte,João

    2013-01-01

    Este estudo teve como objetivo identificar fatores preditores da segurança do apego das crianças. O estudo foi conduzido numa amostra comunitária de mães de 288 crianças em idade escolar, distribuídas por três grupos de acordo com a tipologia familiar (famílias nucleares, monoparentais e reconstituídas). As mães avaliaram o seu estilo educativo (EMBU-P) e os comportamentos de apego dos filhos (PCV-M). Os resultados evidenciaram uma correlação positiva entre as perceções maternas dos comportam...

  6. Associação entre perfil glicêmico materno e o índice de líquido amniótico em gestações complicadas pelo Diabetes mellituspré-gestacional Association between maternal glycemic profile and amniotic fluid index in pregnancies complicated by pregestational Diabetes Mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Maganha

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Estudar a relação entre o volume de líquido amniótico e o perfil glicêmico em gestantes com Diabetes mellitus tipo 1 e tipo 2 acompanhadas em ambulatório especializado e multidisciplinar. MÉTODOS: Este estudo observacional foi realizado entre janeiro de 2001 e dezembro de 2004. Os critérios de inclusão adotados foram: gestação única, diagnóstico de Diabetes mellitus pré-gestacional, início do pré-natal antes da 26ª semana, ausência de anomalias fetais. Foram excluídos os casos em que o recém-nascido apresentou-se pequeno para a idade gestacional. O índice de líquido amniótico (ILA foi avaliado semanalmente a partir da 27ª semana de gestação até o parto e comparado com o perfil glicêmico da semana precedente ao exame ultrassonográfico. O perfil glicêmico foi analisado pela média glicêmica. A correlação entre o perfil glicêmico e ILA foi analisada pelo índice de Spearman. RESULTADOS: Foram estudadas 60 gestantes, perfazendo um total de 659 correlações entre o ILA e o perfil glicêmico. Em nenhuma idade gestacional estudada houve correlação entre o ILA e o perfil glicêmico. No grupo com ILA 18 cm a média glicêmica foi de 103,67 mg/dl (DP=11,46, não apresentando diferença significativa. CONCLUSÃO: Em gestantes diabéticas tipo 1 e 2, com tratamento padronizado e controle rigoroso metabólico, não houve relação entre o ILA e o perfil glicêmico materno no terceiro trimestre de gestação.BACKGROUND: to study the relation between amniotic fluid volume and glycemic control in pregnancies complicated by diabetes mellitus type 1 and 2, followed in a specialized multidisciplinary prenatal care service. METHODS: This descriptive study was performed between January 2001 and December 2004. Inclusion criteria were: simple pregnancy, diagnosis of pregestational diabetes, beginning of prenatal care before the 26th week and absence of fetal anomaly. Cases with newborns small for gestational age were

  7. A influência do padrão de aleitamento no desenvolvimento de hábitos de sucção não nutritivos na primeira infância The influence of feeding methods in the development of nonnutritive sucking habits in childhood

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabrina Sales Lins de Albuquerque

    2010-03-01

    Full Text Available O estudo analisou a relação entre o padrão de aleitamento e o desenvolvimento de hábitos de sucção não-nutritivos em crianças de 12 a 36 meses de idade, de creches públicas na cidade de João Pessoa (PB. A amostra constou de 292 crianças, de ambos os gêneros e a coleta de dados abrangeu entrevistas com as mães/responsáveis. As informações dos formulários consistiam na descrição da frequência e duração dos hábitos de sucção não-nutritivos, bem como dos métodos de aleitamento. Os dados foram analisados através do programa SPSS, realizando-se distribuições de frequências e os testes estatísticos do qui-quadrado e Exato de Fisher. Observou-se que, com relação à presença de hábitos de sucção não-nutritivos, 69,2% das crianças tinham algum tipo de hábito, sendo 61,6% a sucção de chupeta e 8,2% a sucção digital. De toda a amostra, 10,2% realizaram aleitamento natural exclusivo, 4,9%, o aleitamento artificial exclusivo e 84,9%, o aleitamento misto. Considerando os tipos de aleitamento, 83,8% das crianças realizaram aleitamento natural exclusivo durante os seis primeiros meses de vida. O padrão de aleitamento apresentou associação significativa com a presença de hábitos de sucção não-nutritivos. Quanto maior a duração do aleitamento natural exclusivo, menor a prevalência de hábitos de sucção não-nutritivos e o padrão de aleitamento.This study verified the relationship between nonnutritive sucking habits and feeding methods in children from 12 to 36 months of age, attending public nursery schools in the city of João Pessoa, Paraíba State. The sample consisted of 292 children of both gender and the data were collected by interviewing the children's mothers or minders. The information of the forms consisted on the description of the frequency and duration of the nonnutritive sucking habits, as well as on the feeding methods. The data were analyzed through the statistical program SPSS, taking

  8. Proteção do leite materno e ética

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Ferreira Rea

    2000-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A Organização Mundial da Saúde, em 1981, recomendou aos países a adoção do "Código Internacional de Marketing dos Substitutos do Leite Materno" e o Brasil o traduziu em normas desde 1988. Objetivou-se verificar o cumprimento dessa norma entre empresas que devem obedecê-la, especialmente quanto aos profissionais de saúde. MÉTODOS: Realizou-se pesquisa exploratória com amostragem intencional em 30 cidades brasileiras, entrevistando 95 profissionais de saúde. Descrevem-se os resultados referentes à relação profissional de saúde-companhias comercializadoras de leites infantis. RESULTADOS: Foram identificadas práticas promocionais dos produtores de substitutos de leite materno, especialmente com pediatras, que evidenciam conflitos de interesses: o apoio financeiro recebido beneficia o profissional, que passa a ter seu nome ligado aos que apóiam direta ou indiretamente a indústria. DISCUSSÃO: Existe conflito de interesses sempre que um interesse secundário faz com que a atitude profissional se modifique (por exemplo, na metodologia de uma pesquisa, na análise ou na publicação dos resultados, em favor daquele interesse e em detrimento da atitude científica. Tanto o código citado como a Norma Brasileira sobre a Comercialização de Alimentos para Lactentes parecem não ser suficientes para indicar os limites éticos da relação profissional-indústria. Proteger a prática de amamentar dos interesses comerciais passa por políticas públicas que contemplem essas questões.

  9. Proteção do leite materno e ética

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rea Marina Ferreira

    2000-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A Organização Mundial da Saúde, em 1981, recomendou aos países a adoção do "Código Internacional de Marketing dos Substitutos do Leite Materno" e o Brasil o traduziu em normas desde 1988. Objetivou-se verificar o cumprimento dessa norma entre empresas que devem obedecê-la, especialmente quanto aos profissionais de saúde. MÉTODOS: Realizou-se pesquisa exploratória com amostragem intencional em 30 cidades brasileiras, entrevistando 95 profissionais de saúde. Descrevem-se os resultados referentes à relação profissional de saúde-companhias comercializadoras de leites infantis. RESULTADOS: Foram identificadas práticas promocionais dos produtores de substitutos de leite materno, especialmente com pediatras, que evidenciam conflitos de interesses: o apoio financeiro recebido beneficia o profissional, que passa a ter seu nome ligado aos que apóiam direta ou indiretamente a indústria. DISCUSSÃO: Existe conflito de interesses sempre que um interesse secundário faz com que a atitude profissional se modifique (por exemplo, na metodologia de uma pesquisa, na análise ou na publicação dos resultados, em favor daquele interesse e em detrimento da atitude científica. Tanto o código citado como a Norma Brasileira sobre a Comercialização de Alimentos para Lactentes parecem não ser suficientes para indicar os limites éticos da relação profissional-indústria. Proteger a prática de amamentar dos interesses comerciais passa por políticas públicas que contemplem essas questões.

  10. Alimentação complementar de lactentes em uma cidade desenvolvida no contexto de um país em desenvolvimento Supplementary feeding of infants in a developed city within the context of a developing country

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Laura Delbue Bernardi

    2009-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estabelecer o momento da introdução de alimentos complementares na dieta dos lactentes no Município de Campinas, Estado de São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal com 2 857 crianças menores de 2 anos sorteadas no banco de nascidos vivos (SINASC da secretaria de saúde do município entre 2004 e 2005. As mães responderam a um questionário contendo 87 questões fechadas que coletou informações sociais, sobre aleitamento materno e sobre a época de introdução de outros alimentos. RESULTADOS: A caracterização das mães revelou que 13,5% eram adolescentes, 73,1% completaram o ensino fundamental ou médio, 45,9% desempenhavam funções de nível técnico, 6,7% tinham profissões de nível superior e 2,7% eram profissionais da saúde. O nível socioeconômico médio da população foi da classe C; porém, todas as classes sociais estiveram representadas. A mediana do aleitamento materno exclusivo foi de 90 dias (IC95%: 87,6 a 92,4. Para introdução de água (IC95%: 118,6 a 121,4 e de chá (IC95%: 113,2 a 126,8, a mediana foi de 120 dias; da papa salgada (IC95%: 178,6 a 181,4 e leite em pó (IC95%: 169,0 a 191,0, de 180 dias. Antes dos 4 meses, 39,1% haviam ingerido leite em pó e 2,1% refrigerantes, dados que subiram para 63,2 e 69,1%, respectivamente, com 1 ano. As mulheres que trabalhavam em profissões de nível técnico, as que estavam desempregadas e as que não tinham companheiro ofereceram leite materno por menos tempo. CONCLUSÕES: A mediana do aleitamento materno exclusivo está distante do preconizado devido à oferta de líquidos. A introdução alimentar revelou-se precoce, principalmente para guloseimas.OBJECTIVE: To establish the timing for introducing supplementary foods in the diet of infants from the city of Campinas, state of São Paulo, Brazil. METHODS: This cross-sectional study included 2 857 children younger than 2 years of age randomly selected from the city department of health live birth database

  11. Prática alimentar entre crianças menores de dois anos de idade residentes em municípios do semiárido do Estado da Paraíba, Brasil Feeding practice among children under 24 months in the semi-arid area of Paraíba, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Poliana de Araújo Palmeira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prática alimentar de crianças menores de dois anos de idade residentes em municípios do interior do Estado da Paraíba. MÉTODOS: Estudo secional realizado nos 14 municípios mais carentes do Estado da Paraíba. Foram pesquisados 539 domicílios com pelo menos uma criança com idade entre 0 e 23,9 meses. Aplicou-se às mães recordatório 24 horas sobre alimentação das crianças. O modelo de análise considerou três momentos do crescimento e desenvolvimento da criança, identificando as recomendações de consumo alimentar pertinentes. RESULTADOS: Crianças de 0-5,9 meses: destacou-se um importante percentual de desmame (20,7% e a reduzida prevalência do aleitamento materno exclusivo (30,5%. Crianças de 6-11,9 meses: 45,2% ainda mamavam, porém apenas 21,7% das crianças entre 6 e 9,9 meses apresentaram uma alimentação complementar oportuna. Crianças entre 12-23,9 meses: a prática alimentar das crianças caracterizou-se essencialmente pelo consumo de leite não materno e pelo consumo insuficiente de alimentos fontes de ferro. CONCLUSÃO: O hábito alimentar distancia-se de uma prática alimentar segura, especialmente pela interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo e sua consequente substituição por refeições à base de leite não materno, expondo esse grupo a situações de insegurança alimentar e nutricional.OBJECTIVE: Examine the feeding practices among children under 24 months in the State of Paraíba, Brazil. METHODS: A cross-sectional study conducted in 14 municipalities identified as the poorest of the state; 539 households composed of at least one child between the ages of 0 and 23.9 months were investigated. A 24-hour recall was conducted with the mothers regarding food consumed by their children. The analytic model took into account established recommendations for appropriate child feeding practices for three age groups: 0-5.9 months; 6-12 months; 12-24 months. RESULTS: Children between

  12. Seleção para peso pós-desmama em um rebanho Gir. 2. Estimativas de variâncias e parâmetros genéticos dos efeitos direto e materno para características de crescimento Selection for growth traits in Gyr cattle. 2. Estimates of variances and genetic parameters due to direct and maternal effects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Batalha Knackfuss

    2006-06-01

    Full Text Available Componentes de variância e parâmetros genéticos para características de crescimento foram estimados usando diferentes modelos em um rebanho da raça Gir. Utilizou-se o método da máxima verossimilhança restrita sob modelo animal univariado. Os modelos de análise incluíram os efeitos fixos de mês de nascimento, grupo contemporâneo e idade da vaca. Cinco modelos diferindo quanto aos efeitos aleatórios foram testados. Para todas as características da fase pré-desmama, o teste de razão de verossimilhança (LRT indicou o modelo com efeito genético aditivo direto e efeitos maternos (genético e de ambiente permanente como o de melhor ajuste. As estimativas de herdabilidade direta para peso ao nascer (PN, peso aos quatro meses corrigido para 120 dias (P120, peso à desmama corrigido para 210 dias (P210 e ganho diário na fase pré-desmama (GPRE foram, respectivamente, 0,31± 0,07; 0,14 ± 0,06; 0,23 ± 0,07 e 0,22 ± 0,07. Para as características da fase pós-desmama, o modelo que forneceu o melhor ajuste aos dados incluiu apenas o efeito genético aditivo direto. As estimativas de herdabilidade direta para peso de machos ao final da prova de ganho de peso (P378, peso de fêmeas corrigido para 550 dias (P550, ganho diário na prova de ganho de peso (G112, altura aos 378 dias em machos (AM e altura aos 550 dias, em fêmeas (AF foram, respectivamente: 0,45 ± 0,11; 0,29 ± 0,11; 0,37 ± 0,11; 0,79 ± 0,13 e 0,36 ± 0,0. Os efeitos maternos, tanto o genético quanto o de ambiente permanente, foram fontes de variação importantes para as características da fase pré-desmama, não sendo verificada influência desses efeitos sobre as características da fase pós-desmama.Variance components and genetic parameters for growth traits of Gyr breed were estimated using univariate analyses by restricted maximum likelihood. Five models differing in the random effects were evaluated. The models included the fixed effects of month of birth

  13. Microquimerismo fetal-materno nas doenças reumáticas auto-imunes

    OpenAIRE

    Barcellos,Karin Spat Albino; Andrade,Luís Eduardo Coelho

    2004-01-01

    Estudos recentes indicam a existência de um tráfego bidirecional de células durante a gestação humana normal. Células fetais persistem no sangue periférico materno por muitos anos após a gestação. Muitas doenças auto-imunes são mais prevalentes em mulheres, algumas das quais apresentam pico de incidência em fases tardias dos anos férteis femininos. A doença enxerto-versushospedeiro é uma condição conhecida de quimerismo e possui similaridades clínicas com algumas doenças auto-imunes reumática...

  14. Associação entre indicadores de risco ao desenvolvimento infantil e estado emocional materno

    OpenAIRE

    Flores,Mariana Rodrigues; Souza,Ana Paula Ramos de; Moraes,Anaelena Bragança de; Beltrami,Luciane

    2013-01-01

    OBJETIVO: analisar a associação entre os estados emocionais maternos depressivo e ansioso, combinados ou de modo isolado, em relação à presença de risco ao desenvolvimento infantil na faixa etária de 0 a 4 meses. MÉTODO: trata-se de estudo observacional, analítico e de coorte. Para a obtenção dos dados foram utilizados os Inventários de Beck de Depressão e de Ansiedade e analisada a interação mãe-bebê a partir do protocolo de índices de risco ao desenvolvimento infantil em uma amostra de 182 ...

  15. Práticas obstétricas e resultados maternos e neonatais: análise fatorial de correspondência múltipla em dois centros de parto normal Prácticas obstétricas y resultados maternos y neonatales: análisis de factores de correspondencia múltiple en centros de parto normal Obstetric practices and maternal and neonatal outcomes: analysis of multiple correspondence factors in normal birth centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Porto da Cruz

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as práticas obstétricas e os resultados maternos e neonatais de dois Centros de Parto Normal do Município de São Paulo, comparandose as unidades intra e extra-hospitalares. MÉTODOS: Estudo observacional, transversal e retrospectivo com dados secundários provenientes de 192 prontuários das instituições envolvidas. As variáveis de estudo foram as práticas selecionadas para o parto normal: a utilização de ocitocina, o tipo de rompimento das membranas amnióticas, a realização de episiotomia ou perineotomia e o tempo de permanência materna e neonatal. Foi elaborado um instrumento informatizado para coleta de dados com base nas variáveis de estudo. Os dados foram tratados através de análise estatística multivariada. RESULTADOS: O centro de parto normal intra-hospitalar utilizou com maior frequência às intervenções relacionadas à utilização de ocitocina, rompimento artificial de membranas amnióticas e tempo de permanência materna e neonatal superior às 48h, após o parto. O centro de parto normal extra-hospitalar apresentou maior frequência de parturientes com períneo íntegro após o parto, rompimento de membranas de maneira espontânea e tempo de permanência materna e neonatal inferior a 48 horas pós-parto. Os resultados maternos e neonatais não evidenciaram complicações relacionadas às práticas utilizadas. CONCLUSÃO: As práticas obstétricas pouco diferiram, comparando-se os dois tipos de Centros de Parto Normal; ambos seguem as recomendações da Organização Mundial de Saúde e aplicam as intervenções somente nos casos indicados.OBJETIVO: Describir las prácticas obstétricas y maternales y los resultados neonatales de dos centros de parto normal en el Municipio de Sao Paulo, comparando las unidades intra y extra hospitalarias. MÉTODOS: Estudio observacional, transversal y retrospectivo, con datos secundarios obtenidos de 192 registros de las instituciones estudiadas. Las variables

  16. SIRE– MATERNAL GRANDSIRE INTERACTION ON (COVARIANCE ESTIMATIONS, AND GENETIC TREND OF PRE-WEANING GROWTH TRAITS OF NELLORE CATTLE INTERAÇÃO PAI–AVÔ-MATERNO NA ESTIMATIVA DE COVARIÂNCIAS, E TENDÊNCIA GENÉTICA DO CRESCIMENTO PRÉ-DESMAMA EM GADO NELORE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raysildo B. Lôbo

    2007-02-01

    vaca ao parto em anos (2, 3, 4, 5, 6 a 9, 10 e mais, e os efeitos aleatórios genéticos aditivos do animal (direto e maternal, ambiental permanente maternal, interação pai –avô-materno (PAM e residual. O efeito da interação PAM explicou entre 2,8% e 3,1 % da variância fenotípica, e determinou redução das variâncias direta e maternal e aumento da covariância entre efeitos direto e maternal. As herdabilidades diretas diminuíram de 0,24 a 0,20 (P120, e 0,24 a 0,19 (P240, e as correspondentes herdabilidades maternais de 0,17 a 0,13 e 0,20 a 0,16, respectivamente. As correlações entre efeitos genéticos direto e maternal aumentaram de 0,05 a 0,29 (P120, e -0,12 a 0,01 (P240, não indicando antagonismo. A evolução das médias anuais dos valores genéticos indicou escasso ou nenhum progresso no período analisado, especialmente na habilidade maternal. O uso intensivo e por vários anos de poucos touros aponta-se como causa importante desse resultado. O efeito da interação PAM e a evolução genética devem ser pesquisados com maior abrangência, incluindo dados mais recentes. PALAVRAS-CHAVE: (Covariâncias maternais, interação pai–avô-materno, tendência genética.

  17. Fatores associados à anemia em lactentes nascidos a termo e sem baixo peso Anemia-associated factors in infants born at term with normal weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michele Pereira Netto

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar os fatores envolvidos na gênese da anemia ferropriva em lactentes. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, no qual foram avaliadas 104 crianças no segundo ano de vida, que nasceram a termo e sem baixo peso, no município de Viçosa, Minas Gerais. Foi aplicada entrevista aos pais, realizado recordatório 24 horas e avaliação antropométrica. Os exames laboratoriais foram eritrograma, ferritina e retinol sérico. O estudo foi aprovado pelos Comitês de Ética com seres humanos da UFMG e UFV. As análises estatísticas foram conduzidas no Epi Info e SPSS. O Modelo de Regressão Linear generalizado de Poisson, com resultados expressos como razões de prevalências, foi utilizado para verificar a associação da anemia com as variáveis do estudo. RESULTADOS: A deficiência de vitamina A e a anemia estiveram presentes em 9,6% e 26% das crianças, respectivamente. A anemia dos lactentes se associou ao uso de composto ferroso no pós-parto pela mãe, uso anterior de composto ferroso pela criança, início do pré-natal, tempo de aleitamento materno predominante e condição de trabalho do pai. Assim, no segundo ano de vida, os lactentes filhos de mulheres que iniciaram o pré-natal tardiamente e não usaram o composto ferroso após o parto, com pais em situação de desemprego, que nunca receberam composto ferroso e que mantiveram o aleitamento materno predominante por mais de quatro meses, apresentaram significantemente maior prevalência de anemia. CONCLUSÃO: Os resultados demonstraram a importância da nutrição durante a gestação e durante a infância na prevenção da anemia em crianças.OBJECTIVE: To investigate the factors involved in the genesis of infant iron deficiency anemia. METHODS: This is a cross-sectional study, which evaluated 104 children in their second year of life who were born at term with adequate weight in Viçosa, Minas Gerais, Brazil. An interview, a 24-hour recall to parents, and

  18. Características sociodemográficas e nutricionais de crianças brasileiras menores de 2 anos beneficiárias de programas de transferência condicionada de renda em 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Bergamo Vega

    2014-03-01

    Full Text Available Programas de transferência condicionada de renda (PTCR visam o combate à pobreza e à fome e a garantia da segurança alimentar. Crianças menores de 2 anos de famílias beneficiárias são mais vulneráveis às condições ambientais. Este estudo objetiva caracterizar esta população segundo variáveis socioeconômicas, demográficas e nutricionais. Utilizaram-se dados secundários da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Crian ça e da Mulher (PNDS-2006. Descreveram-se os dados em média e desvios-padrão. Para as associações utilizou-se o teste qui-quadrado e intervalos de confiança de 95%. Das 1735 crianças 29,4% eram beneficiárias de PTCR com renda média familiar de R$430,20 e valor médio dos benefícios de R$75. Dentre as que residiam no Nordeste ou na região rural do país, uma em cada três recebiam PTCR. Entre as que viviam em insegurança alimentar grave, 52,3% pertenciam a PTCR. Classes econômicas D e E e baixa escolaridade materna associaram-se a PTCR. Entre os desvios nutricionais das crianças beneficiárias, prevaleceu o peso elevado para idade. Das que interromperam o aleitamento materno exclusivo antes dos dois meses, 31,2% eram de PTCR. Identifica-se a necessidade de educação nutricional preventiva a fim de otimizar a utilização do benefício.

  19. Estado nutricional materno y peso al nacer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marianela de la C Prendes Labrada

    2001-02-01

    Full Text Available Se realizó un estudio analítico de cohorte en el Policlínico "Raúl Gómez" entre enero de 1996 y septiembre de 1997 con el objetivo de relacionar el estado nutricional materno con el peso al nacer. Concluyeron el estudio 305 gestantes en las que se determinó edad, hábito de fumar, peso, talla, valoración ponderal inicial, incremento transgestacional y peso al nacer. Se aplicó Chi cuadrado y se determinó el riesgo relativo. El peso adecuado, el incremento transgestacional de 8 kg o más y la talla > o = 150 cm se asociaron con el peso al nacer > o = 3 000 g. La talla menor de 150 cm, peso bajo III y IV y las fumadoras aportaron con mayor frecuencia recién nacidos con peso entre 2 500 y 2 999 g. El riesgo de bajo peso al nacer fue mayor entre las gestantes con peso bajo I-II-III-IV, con incremento transgestacional menor de 8 kg y en las fumadorasAn analytic cohort study was conducted in "Raúl Gómez" Polyclinic between January, 1996, and September, 1997, aimed at relating the maternal nutritional status with birth weight. Age, smoking habit, weight, height, initial ponderal assessment, transgestational weight gain and birth weight were determined among the 305 pregnant women that concluded the study. The adequate weight, the transgestational weight gain of 8 kg or more and the height > or = 150 cm were associated with a birth weight > or = 3000 g. Women with the lowest height of 150 cm, low weight III and IV and the smokers had more frequently newborn infants between 2 500 and 2 999 g. The low birth weight risk was higher among the expectants with low weight I-II-II-IV, with a transgestational weight gain under 8 kg and among smokers

  20. Suporte materno mediante o abuso sexual infantil: revisão de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Marafon

    2017-02-01

    Full Text Available O suporte materno é fundamental para minimizar os efeitos traumáticos dos maus-tratos infantis. Objetivou-se com este estudo investigar como as mães se comportam frente à revelação do abuso sexual contra seus filhos. Com base nas diretrizes do guia Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses PRISMA, foram selecionados artigos publicados entre 1995 e 2015, nas bases de dados SciELO, BVS e ScienceDirect, usando os descritores “maternal support”, “disclosure”, “child sexual abuse” e “psychological assessment”, “suporte materno”, “denúncia”, “abuso sexual infantil”, “avaliação psicológica”. Identificaram-se 80 artigos, sendo 17 incluídos neste estudo. Diante da revelação do abuso: i as mães oferecem apoio às filhas e necessitam de suporte para prestar auxílio; ii o uso de álcool e drogas, as ideias suicidas e homicidas são fatores contribuintes para a falta de assistência das mães. O suporte materno em situação de abuso sexual está relacionado à rede de apoio psicossocial oferecido.

  1. Introdução da lactação e amenorréia como método contraceptivo (LAM em um programa de planejamento familiar pós-parto: repercussões sobre a saúde das crianças Introduction of lactational amenorrhea as a contraceptive method (LAM in a post-partum family planning program: outcomes on children's health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Guilherme Cecatti

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar o efeito da introdução da lactação e amenorréia como método anticoncepcional sobre a saúde da criança em um programa puerperal. MÉTODOS: pesquisa operacional que avalia a duração do aleitamento materno total e exclusivo, e alguns indicadores de saúde das crianças até um ano de idade, antes e após a introdução da LAM como método oferecido às mulheres no pós-parto, com reforços educativos sobre amamentação e planejamento familiar. Foram incluídas 698 mulheres que tiveram pré-natal e parto no Instituto Materno Infantil de Pernambuco divididas em: Grupo A, que recebeu assistência antes e B, após a intervenção. Na análise estatística utilizaram-se o teste Qui-Quadrado, análise de sobrevivência e regressão logística de Cox. RESULTADOS: o Grupo A teve 85,6% de episódios mórbidos até 12 meses e o Grupo B 72,1%. O número de internações foi mais que o dobro para as crianças do Grupo A. O peso, a estatura das crianças aos 12 meses e as taxas acumuladas de aleitamento materno total foram significativamente maiores no Grupo B. CONCLUSÕES: esta intervenção educacional associa-se a melhores resultados infantis e pode ser aplicada em outros serviços também pelos benefícios à saúde das crianças.OBJECTIVES: to assess the effect of lactation introduction and amenorrhea as a contraceptive method on child health in a post-delivery program. METHODS: operational survey assessing total and exclusive breast feeding and some health indicators of children up to one year old, before and after the LAM program as a method offered to women after delivery in addition to education on breast feeding and family planning. Six hundred and ninety eight women who had their prenatal care in the Institution were broken into two groups: Group A receiving assistance before and B receiving assistance following the program. Statistical analysis used the Chi-Square test, survival analysis and Cox's logistic regression

  2. Percepção da equipe de saúde da família sobre o apoio ao aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monika Wernet

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue caracterizar como 22 participantes de dos equipos de Salud Familiar de cuidad paulista brasileña percibían el proceso de proteger, promover y apoyar la lactancia materna exclusiva. El marco teórico fue el Interaccionismo Simbólico y el metodológico, el Análisis de Contenido Temático. El grupo focal fue el recurso para la recolección de datos, ocurrida de febrero a mayo de 2011. Los resultados fueron categorizados en: “Obligación en promover la lactancia materna exclusiva”, “Autonomía de la madre” y “ Experiencia personal y práctica profesional”. En conclusión, los equipos son guiados por directrices para promover y apoyar la lactancia materna, identificaban la autonomía de la mujer determinante para la práctica, integrando y respetando la forma como mujer amamanta. Estas se juzgaban efectivas en la promoción y apoyo a la lactancia materna y concebían los protocolos internacionales pertinentes guías, pero necesitaban ser incorporados con flexibilidad en la vida cotidiana.

  3. Leite produzido e saciedade da criança na percepção da nutriz durante o aleitamento materno exclusivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cristina dos Santos Monteiro

    2011-01-01

    Full Text Available Los objetivos fueron analizar la percepción materna sobre la leche producida y su relación con la duración y conducción de la lactancia exclusiva. Estudio transversal, descriptivo analítico, com 231 nodrizas acompañando sus hijos menores de 4 meses en una Unidad de Salud en Ribeirao Preto, Brazil. Los datos fueron analizados mediante comparación entre medias, test exacto de Fisher y regresión logística. 71% de las participantes reportaron producir buena leche, percibiendo el niño satisfecho después de mamar. La percepción de la leche fue estadísticamente significativa cuando asociada a saciedad del niño. Las nodrizas que perciben el niño insatisfecho tienen 32 veces chance de mala percepción sobre su leche. Hubo diferencia significativa entre intervalos de mamadas para mujeres que tenían o no buena percepción sobre la leche. La satisfacción del niño fue el indicador más utilizado para evaluar la leche. Hay que estimular la capacidad de las mujeres para buena producción de leche.

  4. CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE MANUAL EDUCATIVO PARA A PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Bomfim Costa

    2013-01-01

    Full Text Available El objetivo fue construir y validar manual educativo para promoción de la lactancia materna. Estudio metodológico. Fueron desarrolladas 17 ilustraciones y sus leyendas, basadas en la literatura. La validación de apariencia y contenido fue realizada por cinco profesionales de salud y la apariencia por 17 puérperas de maternidad de referencia en Fortaleza-CE, Brasil, entre marzo y mayo de 2009. Cuanto al grado de relevancia de textos y figuras, se calculó el Índice de Validez de Contenido, logrando excelente valor general (0,97 índice de validez de contenido después de las modificaciones y supresiones sugeridas en la validación. El manual educativo final resultó en 13 figuras/textos explicativos. El uso de este manual, tanto durante el periodo prenatal como puerperal debe facilitar la práctica de enfermería, ya que se constituye tecnología ilustrada capaz de responder a las principales dudas que existen en la rutina de madres, promoviendo, así, la lactancia materna.

  5. Associação entre a autoefi cácia no ciclo gravídico puerperal e o tipo de aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaiana Lemos Uchoa

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivos: analizar la asociación de los promedios de los puntajes de Breastfeeding Self-Efficacy-scale (Short-form de mujeres en el prenatal y el postparto con la clase de lactancia materna. Materiales y método: estudio longitudinal y cuantitativo, realizado en unidades básicas de salud de Pacatuba (Ceará, Brasil, con 50 mujeres con más de 30 semanas gestacionales, en el periodo de julio a noviembre del 2011. Fueron cuatro recolecciones: la primera realizada en la unidad de salud durante el embarazo y las otras tres en visita domiciliaria en el puerperio. Se utilizaron la escala en las dos primeras recolecciones y el formulario de salud infantil en las tres últimas. Resultados: se observó significancia estadística entre los promedios de los puntajes de la escala (p=0,009, en el dominio técnico (ρ=0,001, entre uso de leche artificial al nacer y la clase de lactancia posterior a la salida de la maternidad (ρ=0,001. En la maternidad, las madres de niños que amamantaban exclusivamente presentaron promedios de los dos puntajes de autoeficacia más elevados tanto en el prenatal como en el postparto (p<0,005. Conclusiones: urge la actuación de los profesionales de salud en estrategias de promoción de la lactancia materna pautadas en la autoeficacia, debiendo implementárselas en el ciclo gestacional-puerperal, pues es evidente que altos puntajes de autoeficacia están directamente relacionados con el mayor tiempo de lactancia materna.

  6. Padrões de aleitamento materno e adequação energética Breastfeeding patterns and energy adequacy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabíola Figueiredo Nejar

    2004-02-01

    Full Text Available Com o objetivo de analisar o consumo energético de crianças To analyze caloric adequacy in infant feeding six months of age or under, the volume of breast milk consumed was estimated through a regression equation as proposed by Drewett 1. Energy adequacy was estimated according to World Health Organization guidelines for developing countries 2 and the recommended daily allowance of the Food and Nutrition Board 3. A cross-sectional analysis was conducted on data from a cohort of 118 infants in a neighborhood around a health center in Campinas, São Paulo, Brazil, with home interviews by trained students. Data were gathered on social and demographic characteristics, infant feeding patterns, duration of breastfeeding, frequency of feedings, and age when breast milk substitutes were introduced. On average, weaning began early, with a 2.7-month median duration of exclusive breastfeeding. Mean breast milk volume was estimated (from frequency of feeding as 561.0ml, 558.9ml and 565.5ml for children in exclusive, predominant, and supplemented breastfeeding, respectively. Mean energy consumption was adequate for all exclusively breastfed children regardless of age and above the recommended level for infants with supplemented breastfeeding and those already weaned.

  7. Fatores de Risco Associados aos Niveis Pressoricos Elevados em Criancas de Dois a Cinco Anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Azevedo Aranha Crispim

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: A prevalência de hipertensão arterial em crianças aumentou nas últimas décadas. Diversos fatores de risco estão envolvidos na gênese da hipertensão arterial infantil e sua identificação precoce pode prevenir o desenvolvimento posterior da doença. Objetivos: Avaliar a prevalência de pressão arterial elevada e fatores associados em crianças. Métodos: Estudo transversal de base populacional e domiciliar. Foram avaliadas 276 crianças de dois a cinco anos residentes em Goiânia, Goiás, investigando-se pressão arterial, características sociodemográficas, peso ao nascer, histórico de hipertensão arterial na família, tabagismo passivo, aleitamento materno, alimentação, hábito sedentário e estado nutricional. A regressão de Poisson foi utilizada para avaliar a associação entre os fatores de risco e a pressão arterial elevada. Resultados: A média de idade foi 3,1 ± 0,79 anos, sendo pressão arterial elevada e excesso de peso observados em 19,9% e 11,2% das crianças, respectivamente. Houve associação direta de pressão arterial elevada com idade [razão de prevalência (RP = 2,3; IC95%: 1,2 - 4,8; p = 0,017] e excesso de peso (RP = 2,0; IC95%: 1,2 - 3,6; p = 0,014. As demais variáveis não se associaram a pressão arterial elevada. Conclusões: A prevalência de pressão arterial elevada em crianças foi alta. Aquelas com excesso de peso e mais jovens apresentaram maior prevalência de níveis pressóricos elevados.

  8. Presentation and materno-foetal outcome in defaulters of obstetric ...

    African Journals Online (AJOL)

    Background: Obstetric procedures are carried out to reduce or completely eliminate maternal and perinatal morbidities and mortalities. Objectives: is to determine the mode of presentation and materno-foctal outcome in defaulters of obstetric procedures, the reasons for defaulting the obstetric procedurcs and to institute ...

  9. Late arrival in hospital during labour: any correlation with materno ...

    African Journals Online (AJOL)

    Background: Late arrival in labour is a common occurrence in my centre, It has been said to be associated with poor maternal and foetal outcome because of the lack of intrapartum materno-foetal monitoring. It gave me a great concern why booked patients should deliver in vehicles in 21st century. Objectives: Is to ...

  10. Estudo da associação de variaveis materno-fetais com a ocorrencia partos prematuros

    OpenAIRE

    Eugenio Pacelli de Barreto Teles

    1990-01-01

    Resumo: Estudamos a associação de vinte e uma variáveis materno-fetais com parto prematuro em 5689 partos assistidos na maternidade do Departamento de Tocoginecologia da UNICAMP no período de 1982 a 1988. Selecionamos dez variáveis pré-gestacionais (estado civil, escolaridade, idade, paridade, intervalo interpartal, altura peso pré-gravídico, antecedentes de abortos, de partos prematuros e de natimortos) e onze variáveis gestacionais (infecção, diabetes, hipertensão, cirurgia, hemorragia, rup...

  11. Instrumentos para o processo de enfermagem do neonato pré-termo à luz da teoria de Dorothy Johnson

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Andrade Fialho

    2014-06-01

    Full Text Available Introdução: Apesar da comprovação das inúmeras vantagens do aleitamento materno e da melhora da situação do aleitamento materno entre as crianças brasileiras, o que se percebe é que a situação no país em relação à amamentação exclusiva ainda é preocupante. O percentual de crianças no primeiro semestre de vida, alimentadas somente com o leite materno, permanece muito aquém da recomendação do Fundo das Nações Unidas para a Infância, da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde do Brasil. Acrescenta-se ainda que o aleitamento materno depende de fatores que podem influir positiva ou negativamente no seu sucesso, de modo que tais fatores refletem num desafio aos enfermeiros. Com o conhecimento dessa realidade pretende-se atingir os seguintes objetivos: conhecer a importância do enfermeiro no estabelecimento e manutenção do aleitamento materno e discutir os fatores que desencadeiam o desmame precoce. Materiais e Métodos: Para atender aos objetivos propostos elegeu-se a revisão bibliográfica. Resultados e Discussão: A análise dos dados resultou em três categorias temáticas: a prevalência do aleitamento materno no Brasil; os fatores que levam ao desmame precoce; e a promoção do aleitamento materno pelos profissionais de saúde, em especial o enfermeiro. Conclusões: Por fim pode-se dizer que além da vontade materna e da habilidade dos profissionais de saúde em promover o aleitamento materno, é preciso considerar que o sucesso da prática de amamentação depende também de políticas governamentais adequadas e do apoio e participação de toda sociedade.Palavras chave: Aleitamento Materno, Desmame, Enfermagem. (Fonte: DeCS BIREME.Cómo citar este artículo: Andrade Fialho F, Ávila Vargas Dias IM, Arreguy-Sena C, da Silva Alves M. Instrumentos para o processo de enfermagem do neonato pré-termo à luz da teoría de Dorothy Johnson. Rev Cuid. 2014; 5(1: 652-60.  

  12. Parto domiciliar planejado: resultados maternos e neonatais Parto domiciliario planificado: resultados maternos y neonatales Planned homebirth: maternal and neonatal outcomes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Maria Colacioppo

    2010-12-01

    Full Text Available A hospitalização de todas as parturientes, em nome da segurança e bem-estar da mãe e bebê, introduziu uma assistência mecânica, impessoal e intervencionista no parto, fazendo ressurgir o parto em domicílio. A bibliografia a respeito é escassa, justificando-se a produção de dados sobre partos domiciliares. O objetivo foi descrever o processo e os resultados maternos e neonatais em partos domiciliares planejados. Foram coletados dados de 70 partos assistidos por enfermeiras obstétricas, em São Paulo, Brasil. Os resultados indicaram que 61,4% das mulheres tinham 30 anos ou mais; 71,4% possuíam ensino superior; 97,1% viviam com companheiro; 64,3% exerciam atividade remunerada; 54,3% eram nulíparas; a taxa de remoção materna para o hospital foi de 5,7% por indicação obstétrica e 14,3% a pedido; 92,9% foram partos normais; 63,6% escolheram posições verticais e 57,5% tiveram períneo íntegro ou laceração de primeiro grau; todos os recém-nascidos apresentaram Apgar =7 no 5º minuto e um bebê foi removido para o hospital com seis horas de vida, devido a arritmia cardíaca. O uso criterioso de intervenções obstétricas e neonatais no parto domiciliar e a produção de evidências científicas sobre sua segurança podem contribuir para a transformação do atual modelo de assistência ao parto no Brasil.La hospitalización de todas las parturientas, en el nombre de la seguridad y el bienestar de madre y bebé, introdujo una asistencia mecánica, impersonal e intervencionista en el parto, haciendo resurgir el parto domiciliario. La literatura sobre este tema es escasa, justificando la producción de datos sobre los nacimientos en el hogar. El objetivo fue describir el proceso y los resultados maternos y neonatales en partos domiciliarios planificados. Se recogieron datos de 70 partos atendidos por enfermeras obstétricas. Los resultados indicaron: 61,4% de las mujeres tenían edad = 30 años; 71,4% tenían educación superior

  13. Influencia do tipo de aleitamento na atividade eletrica dos musculos orbicular da boca : parte superior e mentoniano, na sucção de diferentes liquidos na fase da dentadura decidua

    OpenAIRE

    Suzane Rodrigues Jacinto

    2000-01-01

    Resumo: o objetivo dessa pesquisa foi avaliar a influência do tipo de aleitamento na atividade elétrica dos músculos orbicular bucal - parte superior e mentoniano, em 12 crianças, com boas condições de saúde bucal e geral, na faixa etária de 2,5 a 3,5 anos, divididas em 2 grupos: um composto de 6 crianças que foram amamentadas por pelo menos 6 meses; e outro composto de 6 crianças que não foram amamentadas ou que foram amamentadas no máximo até os 2 meses de idade. As atividades elétricas for...

  14. Níveis de alfa-tocoferol no soro e leite materno de puérperas atendidas em maternidade pública de Natal, Rio Grande do Norte Levels of alpha-tocopherol in the serum and breast-milk of child-bearing women attending a public maternity hospital in the city of Natal , in the Brazilian State of Rio Grande do Norte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia Rejane Siqueira Garcia

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os níveis de alfa-tocoferol no soro e leite materno em diferentes estágios de lactação de puérperas e verificar a adequação nutri cional de vitamina E do leite oferecido ao lactente. MÉTODOS: participaram do estudo 32 parturientes adultas com idade média de 25 anos. Foram coletados 5 mL de sangue e 2 mL de colostro, em condição de jejum, para análise dos níveis de alfa tocoferol. Entre 10 e 15 dias pós-parto foram coletados mais 2 mL de leite. As amostras foram analisadas por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência. A adequação nutricional do leite para a vitamina E foi calculada pelo produto do volume estimado de ingestão de leite com a concentração de α-tocoferol no leite e por comparação direta desse produto com o valor de referência para ingestão do nutriente (4 mg/dia. RESULTADOS: os níveis de alfa-tocoferol no sangue foram 29 ± 0,9 µmol/L (Média ± Erro padrão e no colostro e leite de transição foram 28,7 ± 4,7 µmol/L e 7,8 ± 1,0 µmol/L, respectivamente. O consumo estimado de colostro forneceu 241% da recomendação dietética e o de leite de transição atingiu 66%. CONCLUSÕES: o grupo de mulheres estudadas apresentou um estado nutricional satisfatório de vitamina E, refletido no leite materno, principalmente no colostro, cujos valores foram capazes de suprir mais do que o dobro do requerimento nutricional do lactente.OBJECTIVES: to evaluate levels of alpha-tocopherol in the serum and breast-milk of women at various stages in lactation and to confirm whether nutritio nally appropriate levels of vitamin E are present in the milk given to the babies. METHODS: thirty-two child-bearing women with an average age of 25 years took part in the study. 5 mL of blood and 2 mL of colostrum were collected, under fasting conditions, for the purposes of analyzing the levels of alpha-tocopherol. Between 10 to 15 days after childbirth, a further 2 mL of breast-milk was collected. The samples were

  15. Fatores associados ao uso de suplementos em recém-natos em alojamento conjunto no município do Rio de Janeiro, 2009 Factors associated with the use of supplements among newborns in communal wards in Rio de Janeiro, 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda de Oliveira Lopes

    2013-02-01

    Full Text Available O Hospital Amigo da Criança preconiza só dar leite materno a recém-nascidos, a não ser que haja indicação médica". O objetivo foi estimar a prevalência do uso de suplementos em recém-natos e analisar os fatores associados a este. Estudo transversal realizado em 2009 mediante entrevista a amostra representativa de 687 mães em alojamento conjunto em 15 hospitais do Sistema Único de Saúde no município do Rio de Janeiro. Foram obtidas razões de prevalência do uso de suplementos por regressão de Poisson com variância robusta, segundo modelo hierarquizado. A prevalência de uso de suplementos foi de 49,8%, tendo como fatores associados: realização de teste rápido anti-HIV (RP = 1,37; IC95%:1,18-1,58, parto cesáreo (RP = 1,57; IC95%:1,38-1,79, não ajuda na sala de parto para amamentar (RP = 1,60; IC95%:1,29-1,99, afastamento do bebê de sua mãe (RP = 1,24; IC95%:1,05-1,46, uso de chupeta (RP = 1,31; IC95%:1,08-1,58, intercorrências maternas ou neonatais (RP = 1,56; IC95%:1,34-1,82, certificação como HAC (RP = 0,52; IC95%:0,44-0,61 e não recebimento de ajuda no alojamento conjunto para amamentar (RP = 0,78; IC95%:0,66-0,92. A suplementação ao leite materno vem sendo amplamente utilizada. Rotinas hospitalares devem ser revistas para que o aleitamento materno exclusivo converta-se em norma.The scope of this study was to estimate the prevalence of the use of supplements among newborns and analyze the factors associated with their use. A cross-sectional study was conducted in 2009 with a representative sample of 687 mothers interviewed in 15 communal wards in hospitals of the Unified Health System in the city of Rio de Janeiro. Prevalence ratios (PR of supplement use were obtained by Poisson Regression with robust variance, using a hierarchical model. The prevalence of supplement use was 49.8%. Factors associated with supplement use were: being submitted to the rapid HIV test (PR = 1.37; CI95%:1.18-1.58; cesarean delivery (PR

  16. Toxoplasmose aguda: estudo da freqüência, taxa de transmissão vertical e relação entre os testes diagnósticos materno-fetais em gestantes em estado da Região Centro-Oeste do Brasil Acute toxoplasmosis: study of the frequency, vertical tansmission rate and the relationship between maternal-fetal diagnostic tests during pregnancy in a Central-Western state of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ernesto Antonio Figueiró-Filho

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estabelecer a freqüência da toxoplasmose aguda em gestantes, a taxa de transmissão vertical e o resultado perinatal dos fetos infectados. Objetivou-se, ainda, avaliar a relação entre os principais testes materno-fetais de diagnóstico da toxoplasmose durante a gestação, bem como a relação entre faixa etária e a infecção aguda pelo Toxoplasma gondii. MÉTODOS: estudo prospectivo longitudinal com 32.512 gestantes submetidas à triagem pré-natal pelo Programa de Proteção à Gestante de Mato Grosso do Sul, no período de novembro de 2002 a outubro de 2003. Utilizaram-se método ELISA (IgG e IgM e teste de avidez de anticorpos IgG para diagnóstico da toxoplasmose materna, e PCR no líquido amniótico, para diagnóstico da infecção fetal. A avaliação das variáveis foi feita pelas médias, ao passo que a correlação entre algumas variáveis foi avaliada pelo teste do c² e teste de Fisher bicaudado em tabelas de contingência de dupla entrada. RESULTADOS: encontrou-se freqüência de 0,42% para a infecção aguda pelo T. gondii na população de gestantes, sendo 92% delas expostas previamente à infecção e 8% suscetíveis. Nas gestantes com sorologia IgM reagente, a faixa etária variou de 14 a 39 anos, com média de 23±5,9 anos. Não houve relação significativa estatisticamente entre faixa etária e infecção materna aguda pelo T. gondii (p=0,73. Verificou-se taxa de transmissão vertical de 3,9%. Houve relação estatisticamente significativa (p=0,001 entre o teste de avidez (IgG baixo (60%. Houve associação significativa estatisticamente (p=0,001 entre infecção fetal (PCR em líquido amniótico e infecção neonatal. CONCLUSÕES: a freqüência da toxoplasmose aguda materna apresentou-se abaixo do observado em outras investigações no Brasil. Entretanto a taxa de transmissão vertical não foi discordante do encontrado em outros estudos. O teste de avidez dos anticorpos IgG, quando associado à idade

  17. Gravidade das coinfecções virais em lactentes hospitalizados com infecção por vírus sincicial respiratório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milena De Paulis

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar a gravidade de infecções causadas por um único vírus (VSR com a gravidade de coinfecções. MÉTODOS: Este estudo avaliou uma coorte histórica de lactentes com infecção aguda por VSR. Secreção de nasofaringe foi coletada de todos os pacientes rotineiramente para pesquisa viral usando técnicas de biologia molecular. Os seguintes desfechos foram analisados: tempo total de internação, duração da oxigenioterapia, admissão em unidade de terapia intensiva e uso de ventilação mecânica. Os resultados foram ajustados para os fatores confundidores (prematuridade, idade e aleitamento materno. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 176 lactentes com idade média de 4,5 meses e diagnósticos de bronquiolite e/ou pneumonia. Cento e vinte e um tinham infecção única por VSR, e 55 tinham coinfecções (24 VSR + adenovírus, 16 VSR + metapneumovírus humano e 15 outras associações menos frequentes. Os quatro desfechos de gravidade avaliados foram semelhantes entre o grupo com infecção única por VSR e os grupos com coinfecções, independente do tipo de vírus associado com o VSR. CONCLUSÃO: As coinfecções virais não parecem alterar o prognóstico de lactentes hospitalizados com infecção aguda por VSR.

  18. Efeitos da ingestão de glicose sobre a circulação materno-fetal Materno-fetal hemodynamic repercussion of glucose ingestion

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rose Mary de Castro Ranciaro

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar o efeito da glicose na hemodinâmica materno-fetal pela avaliação doplervelocimétrica da circulação materno-fetal e fetoplacentária. MÉTODOS: trata-se de estudo realizado por único observador, no qual foram incluídas 31 gestantes clinicamente sadias entre a 28ª e a 36ª semana. Os parâmetros foram avaliados imediatamente antes e 60 minutos após a ingestão de 50 g de glicose. Foram utilizados como critérios de inclusão a avaliação clínica e laboratorial normal, a presença de feto único, a idade gestacional entre a 28ª e a 36ª semana de gestação confirmada por exame de ultra-sonografia e/ou a data da última menstruação, a glicemia de jejum menor ou igual a 110 mg/dL e o teste de sobrecarga após 50 g de glicose menor de 140 mg/dL. Como critérios de exclusão, adotaram-se a presença de malformação ou alterações de desenvolvimento fetal, o trabalho de parto, os antecedentes familiares de diabetes, as patologias próprias ou intercorrentes à gestação e o uso de fumo, álcool ou outras drogas. Foram avaliados os vasos maternos da artéria carótida comum e artérias uterinas, os vasos placentários da artéria umbilical e os vasos fetais da artéria cerebral média e aorta abdominal. Foram analisados os seguintes parâmetros em cada vaso: índice de resistência, índice de pulsatilidade, velocidade sistólica máxima, velocidade diastólica final e tempo de aceleração. A freqüência cardíaca fetal foi avaliada pelo modo M da ultra-sonografia. Para análise estatística foi utilizado o teste t de Student quando a variável diferença de antes e depois da ingestão de glicose apresentou distribuição normal no teste de Kolmogorov-Smirnov. Quando a normalidade foi rejeitada, utilizamos o teste não-paramétrico de Wilcoxon, com o nível de significância sempre estabelecido de pPURPOSE: to analyze the effect of glucose in the materno-fetal hemodynamics through dopplervelocimetric assessment of

  19. Indução da atividade cíclica ovariana pós-parto em vacas de corte submetidas à interrupção temporária do aleitamento associada ou não ao tratamento com norgestomet-estradiol

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Borges João Batista Souza

    2003-01-01

    Full Text Available Este experimento teve como objetivo comparar os efeitos do desmame temporário (DT por 72 horas associado ou não ao uso de Norgestomet (NOR e estradiol na fertilidade do estro induzido e no período reprodutivo de vacas de corte acíclicas no pós-parto. O grupo DT (n= 38 era constituído por vacas que tiveram os terneiros separados por 72 horas. O grupo NOR (n= 29 foi constituído por vacas que receberam (dia 0 um implante subcutâneo de Norgestomet e uma aplicação de Valerato de estradiol (5mg e Norgestomet (3mg, intramuscular. No momento da retirada dos implantes (dia 9, os terneiros foram separados por 72 horas. O intervalo desmame-estro foi significativamente mais curto (P0,05 entre os grupos. O grupo NOR apresentou uma menor incidência (P<0,05 de períodos curtos de atividade lútea (27,2% em relação as vacas não tratadas (40%. Os resultados demostraram que o tratamento de vacas de corte acíclicas com Norgestomet e estradiol determina um aumento na manifestação de estros após o desmame temporário por 72 horas, sem interferir nas taxas de prenhez do primeiro estro e da estação reprodutiva.

  20. Devenir materno - foetal precoce des parturientes evacuees au chu ...

    African Journals Online (AJOL)

    Devenir materno - foetal precoce des parturientes evacuees au chu de Yaounde. ... Quant aux complications foetales, elles ont été marquées par le décès foetal : 26 cas (21,3%) et l'infection néonatale précoce : 16 cas (13,1%). Nous pouvons conclure de cette étude que les complications maternelles et foetales chez les ...

  1. Accouchement par forceps: indications et pronostic materno-foetal ...

    African Journals Online (AJOL)

    L'accouchement par voie basse, peut être parfois compromis par des facteurs maternels, foetaux ou materno-foetaux nécessitant des moyens thérapeutiques comme le forceps pour achever l'accouchement par voie naturelle. Le forceps, une méthode qui n'est pas sans risque pour la mère et le nouveau-né. Nous avons ...

  2. Materno-Fetal Transmission of Human Immune Deficiency Virus

    OpenAIRE

    Schäfer, Axel

    1997-01-01

    Mother-to-child transmission of human immune deficiency virus (HIV) is a multifactorial event highly associated with advanced maternal HIV disease and obstetric incidents taking place during parturition. Thus, various approaches to prevention may be beneficial. Although the time and the route of materno-fetal HIV transmission are still not sufficiently clear, much speaks in favor of a late HIV transmission, most probably taking place during parturition or the phase before the delivery. The fe...

  3. Evolución y pronóstico materno-fetal de la cirugía cardiaca durante el embarazo

    OpenAIRE

    ÁVILA, Walkiria Samuel; GOUVEIA, Ana Maria Milani; POMERANTZEFF, Pablo; BORTOLOTTO, Maria Rita Lemos; GRINBERG, Max; STOLF, Noedir; ZUGAIB, Marcelo

    2009-01-01

    FUNDAMENTO: A cirurgia cardíaca favorece o prognóstico materno em casos refratários à terapêutica clínica, contudo associa-se a riscos ao concepto quando realizada durante a gravidez. OBJETIVO: Analisar a evolução e o prognóstico materno-fetal de gestantes submetidas à cirurgia cardíaca no ciclo gravídico-puerperal. MÉTODOS: Estudou-se a evolução de 41 gestações de mulheres que tiveram indicação de cirurgia cardíaca no ciclo gravídico puerperal. A cardiotocografia fetal foi mantida durante o ...

  4. Evolução da assistência materno-infantil na cidade de São Paulo (1984-1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Monteiro

    2000-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a evolução da assistência materno-infantil, com base nas informações extraídas de dois inquéritos domiciliares realizados nos anos de 1984/85 e de 1995/96, na cidade de São Paulo, SP. MÉTODOS: Foram estudadas amostras probabilísticas da população entre zero e 59 meses de idade: 1.016 crianças em 1984/85 e 1.280 crianças em 1995/96. Três componentes da assistência materno-infantil foram investigados: assistência pré-natal, assistência ao parto e ao recém-nascido e assistência de puericultura. RESULTADOS: Aspectos favoráveis da evolução da assistência materno-infantil na cidade de São Paulo foram a manutenção da cobertura universal da assistência hospitalar ao parto, a expansão substancial do alojamento conjunto mãe-filho na maternidade, o aumento no número de consultas de puericultura no primeiro ano de vida e, sobretudo, a universalização da cobertura das vacinas BCG, tríplice e anti-sarampo. Aspectos desfavoráveis foram o progresso muito modesto e claramente insuficiente da assistência pré-natal, a manutenção de quase 50% de cesarianas e a não expansão da puericultura após o primeiro ano de vida. CONCLUSÕES: Estimativas sobre a evolução da assistência materno-infantil no conjunto das áreas urbanas do País em período semelhante confirma e acentua o desempenho insatisfatório da assistência pré-natal na cidade de São Paulo. Comparações favoráveis a São Paulo são registradas apenas quanto a cobertura vacinal. A influência que mudanças na assistência materno-infantil podem ter exercido sobre a evolução de diferentes indicadores do estado de saúde das crianças da cidade é examinada em artigos subseqüentes.

  5. Percepção e atitudes maternas em relação às orientações de profissionais de saúde referentes a práticas alimentares no primeiro ano de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica C. Broilo

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a percepção e as atitudes maternas relacionadas à adesão às orientações de profissionais de saúde sobre aleitamento materno e alimentação complementar e fatores associados. MÉTODOS: Análise transversal de dados de ensaio de campo randomizado, em que foram sorteadas 20 Unidades de Saúde (US de Porto Alegre-RS das oito gerências distritais de saúde do município. Gestantes atendidas nestas US foram selecionadas e, aos 6-9 meses de idade das crianças, foram obtidos, em visitas domiciliares, dados quanto à percepção materna de adesão às orientações dos profissionais e de consequências das práticas alimentares na saúde da criança. Análises de associação foram realizadas por meio de Regressão de Poisson. RESULTADOS: Foram obtidos dados de 631 binômios mãe-criança. Conforme a percepção das mães, 47% relataram não seguir orientações recebidas nas US. Dentre essas, 45,7% não reconhecem a importância da alimentação para a saúde da criança. A percepção de adesão às orientações dos profissionais foi associada com maiores prevalências de aleitamento materno exclusivo (AME, introdução de alimentos sólidos (IAS após quatro meses e introdução de alimentos não recomendados após seis meses, além de maior renda familiar. Observaram-se maiores prevalências de AME e IAS após quatro meses (p < 0,05 entre as mães que acreditam na importância da alimentação para a saúde da criança. CONCLUSÃO: Houve elevada prevalência de mães que não seguem as orientações dos profissionais de saúde e a percepção de que a alimentação não influencia a saúde da criança pode ser uma barreira para melhorias nas práticas alimentares na infância.

  6. Perfil da prática da amamentação em grupo de mães adolescentes Perfil de la práctica del amamantamiento en grupo de madres adolescentes The experience of breastfeeding in a group of teenage mothers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Michele Camarotti

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Caracterizar o aleitamento materno entre mães adolescentes; identificar as experiências anteriores da amamentação; identificar eventos/situações que consideram como obstáculo na amamentação atual. MÉTODOS: Estudo exploratório desenvolvido em maternidade de baixo risco de Ribeirão Preto-SP. Foram entrevistadas 80 puérperas adolescentes. Aplicou-se um formulário em três momentos (alta hospitalar, consulta nos 10º a 15º dias pós-parto e busca via telefone, após um mês. Utilizou-se a estatística descritiva. RESULTADOS: Houve redução gradativa de aleitamento materno exclusivo. Em experiência anterior, 38,5% das adolescentes amamentaram mais de seis meses. Na experiência atual, consideraram problemas: os traumas mamilares e a dificuldade de sucção do bebê e demonstraram estar instrumentalizadas para amamentar. CONCLUSÕES: A mãe adolescente requer atenção sem rótulos pré-concebidos de incapacidade para cuidar do filho, guardando as especificidades da adolescência.OBJETIVOS: Caracterizar la lactancia materna entre madres adolescentes; identificar las experiencias anteriores del amamantamiento; identificar eventos/situaciones que consideran como obstáculo en el actual amamantamiento. MÉTODOS: Estudo exploratorio desarrollado en maternidades de bajo riesgo de Ribeirão Preto-SP. Fueron entrevistadas 80 puérperas adolescentes. Se aplicó un formulario en tres momentos (alta hospitalaria, consulta entre el 10º a 15º días post-parto y búsqueda por vía telefónica después de un mes. Se utilizó la estadística descriptiva. RESULTADOS: Hubo reducción gradual de la lactancia materna exclusiva. En experiencia anterior, el 38,5% de las adolescentes amamantaron más de seis meses. En la experiencia actual, consideraron problemas: los traumas del pezón y la dificultad de succión del bebé y demostraron estar instrumentalizadas para amamantar. CONCLUSIONES: La madre adolescente requiere atención sin r

  7. Complementary feeding practices to children during their first year of life Prácticas de alimentación complementaria en niños dentro del primer año de vida Práticas de alimentação complementar em crianças no primeiro ano de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Maria Garcia de Lima Parada

    2007-04-01

    Full Text Available This study aimed to investigate complementary feeding practices during children's first year of life in Botucatu, SP, Brazil. Practices were described according to the age range and the breastfeeding (BF practice. Data were collected during a multi-vaccination campaign through the interview of 1,238 individuals who accompanied children younger than one year old being vaccinated. Differences associated with the BF situation were identified by the chi-square test and Fisher's exact test. The early introduction of complementary food was observed, which led to the low frequency of exclusive breastfeeding (36.9% El objetivo fue estudiar las prácticas de alimentación complementaria en el primer año de vida de niños en la región de Botucatu, SP, las cuales fueron descritas según el grupo etáreo y las prácticas de lactancia materna (LM. Fueron entrevistados 1238 acompañantes de niños menores de 1 año vacunados en la Campaña de Vacunación Múltiple. Diferencias asociadas con la situación de LM fueron identificadas a través del test Chi-cuadrado y el test exacto de Fisher. La introducción de alimentos conplementarios fue precoz, lo que produjo una baja frecuencia en la lactancia materna exclusiva (36,9% en Objetivou-se estudar práticas de alimentação complementar no primeiro ano de vida em Botucatu, SP, descrevendo-as segundo faixa etária e presença do aleitamento materno (AM. Foram entrevistados 1.238 acompanhantes das crianças menores de 1 ano vacinadas em Campanha de Multivacinação. Diferenças associadas à situação do AM foram identificadas pelo teste qui-quadrado e teste exato de Fisher. A introdução de alimentos complementares foi precoce, levando à baixa freqüência de aleitamento materno exclusivo (36,9% em <4 meses. Crianças menores de 4 meses consumiram chás (30,7%, crianças entre 4 e 6 meses consumiram frutas (54,1%, sopas (39,9% e comida (19,2%. Sucos foram oferecidos a apenas 15,2% das crianças menores de 4

  8. Doença de Chagas aguda: vias de transmissão, aspectos clínicos e resposta à terapêutica específica em casos diagnosticados em um centro urbano Acute Chagas' disease: transmission mechanisms, clinical features and specific therapeutic response in cases diagnosed in an urban center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.A. Shikanai-Yasuda

    1990-02-01

    Full Text Available Relata-se o quadro clínico de 27 pacientes com doença de Chagas aguda, acompanhados no ambulatório da Clínica de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas da FM-USP no período de 1974 a 1987. As vias de transmissão envolvidas foram: vetorial em 7 casos, transfusional em 9, transplante de rim e/ou transfusional em 4, acidental em 1, via oral em 3, provável aleitamento materno em 1, congênita ou aleitamento materno em 1, congênita ou transfusional em 1. Pacientes com infecção por via vetorial eram procedentes da Bahia e Minas Gerais, tendo 6 apresentado a doença de 1974 a 1980 e um em 1987. Já os pacientes infectados por via transfusional adquiriram a doença na Grande São Paulo, 7 deles após 1983. O quadro clínico foi oligossintomático ou assintomático em 4 pacientes, sendo 3 deles imunodeprimidos por doença de base ou por medicamentos. Em outros 2 pacientes imunodeprimidos ocorreu miocardite grave com insuficiência cardíaca congestiva. O quadro clínico foi também mais grave em 5 de 6 crianças menores de dois anos de idade, qualquer que fosse a via de transmissão. A avaliação de 16 pacientes tratados na fase aguda com benzonidazol (4-10mg/kg/dia por 30 a 60 dias mostrou falha terapêutica em 4/16 (25,0%, possível sucesso terapêutico em 9/16 (56,2%, sendo inconclusivos os resultados em 3/16 (18,8%. A reação de LMC foi concordante com o xenodiagóstico em 18 e 22 casos (agudos e na fase crônica inicial, e se negativou mais precocemente que as RSC. No seguimento pós-terapêutico, observou-se aparecimento de doença linfoproliferativa em um paciente com anemia aplástica e que recebia corticosteróide 6 anos após o emprego de benzonidazol.The authors report clinical features and therapeutic response of 24 outpatients with acute Chagas' disease, and 3 in the initial chronic phase, referred to the Clinic for Infectious and Parasitic Diseases of the FMUSP "Clínicas" Hospital between 1974 and 1987

  9. Representações sociais de mulheres sobre o cheiro do leite materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerlaine de Oliveira Leite

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar as representações sociais de mulheres acerca do cheiro do leite materno. Métodos: Estudo qualitativo, realizado em 2015, com 33 mulheres/puérperas em um hospital universitário de Pernambuco, por meio de entrevista individual semiestruturada. Os dados coletados, submetidos ao software IRAMUTEQ, foram interpretados à luz da Teoria das Representações Sociais. Resultados: Dentre as representações sociais, a aceitação foi predominante, mesmo quando a percepção olfatória do cheiro do leite era desagradável, prevalecendo a importância desse alimento para a saúde da criança. Outras representações foram o incômodo causado pelo cheiro e os cuidados para amenizá-lo, o apoio do companheiro, o desprendimento no relacionamento interpessoal e a caracterização do olfato/sabor do leite. Conclusão: A aceitação foi a mais expressiva entre as representações sociais sobre o cheiro do leite, porém constataram-se percepções desagradáveis, evidenciando que estas particularidades do leite humano devem ser incluídas nas orientações à mulher e à família desde o pré-natal.

  10. Fatores de risco e proteção à infecção respiratória aguda em lactentes Factores de riesgo y protección de la infección respiratoria aguda en lactantes Risk and protective factors of acute respiratory infections in infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Regina Cachulo Lopes

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a efetividade da vacina pneumocócica polissacarídica e fatores de risco e proteção para infecções por pneumococo em lactentes. MÉTODOS: Estudo transversal aninhado em ensaio clínico com filhos de 139 mulheres selecionadas no pré-natal um serviço público de saúde em São Paulo, SP, de 2005 a 2006. As participantes foram randomizadas em três grupos: o primeiro não recebia nenhuma vacina (n=46, o segundo recebia a vacina pneumocócica polissacarídica no último trimestre de gravidez (n=42, e o terceiro a recebia no pós-parto imediato (n=45. As infecções presumivelmente causadas pelo pneumococo nos lactentes foram acompanhados aos três e seis meses de vida e colhidas amostras de nasofaringe. Foram investigados fatores de risco como: fumantes no domicílio, outras crianças no domicílio e aleitamento materno exclusivo. RESULTADOS: A vacina pneumocócica polissacarídica não mostrou proteção contra infecções causadas por pneumococo. No entanto, o aleitamento materno exclusivo até os seis meses protegeu os lactentes contra as infecções respiratórias (OR= 7,331. A colonização da nasofaringe por pneumococo aos três ou seis meses aumentou a chance de infecções respiratórias (OR= 2,792. CONCLUSÕES: Lactentes amamentados exclusivamente com leite materno até seis meses são significativamente protegidos contra infecções por pneumococos, independentemente da vacinação pneumocócica.OBJETIVO: Analizar la efectividad de la vacuna pneumocóccica polisacarídica y factores de riesgo y protección para infecciones por pneumococo en lactantes. MÉTODOS: Estudio transversal anidado en ensayo clínico con hijos de 139 mujeres seleccionadas en el prenatal en servicio público de salud en Sao Paulo, SP, de 2005 a 2006. Las participantes fueron aleatorizadas en tres grupos: el primero no recibía ninguna vacuna (n=46, el segundo recibía la vacuna pneumocóccica polisacarídica en el último trimestre del

  11. Ambiente receptivo uterino: control materno, control embrionario, muerte embrionaria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ángela Gonella D

    2010-04-01

    Full Text Available El ambiente receptivo en el útero, o ambiente embriotrófico, se define como la capacidad del organismo materno para hospedar el conceptus exitosamente. La receptividad uterina depende de la correcta sincronía del eje conceptus - cuerpo lúteo - endometrio y está controlada por dos mecanismos. El primero depende de la madre y se establece a través de las relaciones entre los estrógenos (E2 y la Progesterona (P4. El segundo es mediado por el trofoblasto que secreta interferón Tau (INFt. Los estrógenos se sintetizan en las células foliculares y determinan los cambios fisicoquímicos, morfológicos y del comportamiento expresadas por la hembra durante el celo. La P4 es sintetizada por el cuerpo lúteo (CL, y promueve, entre otros, cambios a nivel endometrial para la manutención de la gestación. Cuando la fertilización y desarrollo embrionario son exitosos, el INFt ejerce su efecto luteotrópico entre los días 15 y 19 de la gestación, desencadenando el proceso de reconocimiento materno para evitar la regresión luteal y asegurar la sobrevivencia del embrión. Además, el INFt estimula al organismo materno para producir un microambiente que le provea al embrión condiciones nutricionales, inmunológicas y fisiológicas óptimas para su desarrollo. La presente revisión pretende contextualizar cuales son los cambios que sufre el endometrio para proveer las condiciones necesarias permitiendo que el embrión se desarrolle correctamente y se establezca una gestación.

  12. Ácidos graxos trans: doenças cardiovasculares e saúde materno-infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    CHIARA Vera Lucia

    2002-01-01

    Full Text Available Este estudo revê a literatura sobre o tema nas últimas décadas, destacando seu efeito no metabolismo humano quanto às doenças coronarianas e à saúde materno-infantil. Recentemente, os ácidos graxos trans foram incluídos entre os fatores dietéticos de risco para doenças cardiovasculares. Discute-se ainda sua relação com o processo de crescimento e desenvolvimento da criança desde a fase fetal e período gestacional. Os trans originam-se dos ácidos graxos insaturados no processo de hidrogenação e bio-hidrogenação, apresentando ação diferenciada destes. Diversas pesquisas ressaltam seu efeito hipercolesterolêmico e o bloqueio e inibição da biossíntese de ácidos graxos essenciais. Estas ações têm repercussões na saúde materno-infantil e elevam o risco de doenças cardiovasculares. Recomenda-se a redução do consumo de alimentos que contenham gordura hidrogenada, adotando os limites de 2% a 5% de gorduras trans/energia totais, já empregados em outros países.

  13. ALEITAMENTO NATURAL E RELACTAÇÃO — ATUAÇÃO DA ENFERMEIRA

    OpenAIRE

    Bonilha, Ana Lucia de Lorenzi; Rezende, Magda Andrade

    1983-01-01

    A atuação da enfermeira no aleitamento natural e na relactação é descrita de acordo com os três níveis de prevenção de Leavell & Clark. No nível primário são abordadas ações da enfermeira no período de gestação, no pós-parto imediato e mediato e nos intervalos dos períodos de crise, com ênfase nos exercícios para o preparo das mamas para a amamentação; no nível secundário são mencionadas ações relacionadas aos períodos de crise e hipogalactia; e no nível terciario são apresentados procediment...

  14. Efeitos genéticos aditivos diretos e maternos e heterozigóticos sobre os desempenhos pré e pós-desmama em uma população multirracial Aberdeen Angus × Nelore Direct, maternal additive genetic and heterozygotic effects for pre- and post-weaning traits in a multi-breed Aberdeen Angus-Nelore population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Júnior Kippert

    2008-08-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar os efeitos aditivos direto e materno e os efeitos não-aditivos e heterozigóticos sobre os desempenhos pré e pós-desmama e desenvolver equações para predizer o desempenho de genótipos de uma população multirracial Aberdeen Angus (Angus × Nelore. Nas análises, foram utilizados dois modelos. O modelo 1 foi adotado para as características pré-desmama peso à desmama ajustado para 205 dias (P205 e ganho de peso médio diário do nascimento à desmama (GMDND, considerando fixos os efeitos de grupo de contemporâneos (GC e de grupo genético (GG, além das co-variáveis idade do bezerro à desmama (IBD e idade da vaca ao parto (IVP. Para as características pós-desmama peso ao sobreano ajustado para 550 dias de idade (P550 e ganho médio de peso da desmama ao sobreano (GMDDS, utilizou-se o mesmo modelo, apenas substituindo a co-variável IBD pela idade do bezerro ao sobreano (IBS. O modelo 2 (M2, de regressão múltipla, foi utilizado depois que os dados foram ajustados para GC, IVP e IBD (P205 ou IBS (P550 e contemplou os efeitos genéticos aditivos diretos e maternos de raça e os efeitos de heterozigoses direta e materna. Os resultados das análises comprovaram diferenças entre os cruzamentos, uma vez que os animais com elevada heterozigose materna apresentaram melhor desempenho para P205 e GMDND, tendência semelhante à observada para a heterozigose direta. A influência do efeito direto sobre as características P550 e GMDDS foi maior que a do efeito materno. Os efeitos aditivos diretos da raça Angus determinaram maior desempenho. Não houve diferença significativa entre os valores estimados pelo modelo 1 e os preditos pelo modelo 2 para P205, P550 e GMDDS.The objective of this study was to estimate direct and maternal additive genetic, non-additive and heterozygotic effects for pre and post-weaning traits and to develop equations to predict growth performance in a multi-breed Aberdeen Angus (Angus

  15. Concentração de alfa-tocoferol no soro e colostro materno de adolescentes e adultas

    OpenAIRE

    Dimenstein,Roberto; Pires,Jeane Franco; Garcia,Lígia Rejane Siqueira; Lira,Larissa Queiroz de

    2010-01-01

    OBJETIVOS: avaliar a concentração de alfa-tocoferol no soro e colostro materno de puérperas adolescentes e adultas e verificar a adequação nutricional de vitamina E do colostro oferecido ao lactente. MÉTODOS: participaram do estudo 72 puérperas, sendo 25 adolescentes e 47 adultas. Foram coletados 5 mL de sangue e 2 mL de colostro em condição de jejum para análise dos níveis de alfa-tocoferol. As amostras foram analisadas por cromatografia líquida de alta eficiência. A adequação nutricional do...

  16. Desafios operacionais persistentes determinam a não redução da transmissão materno-infantil do HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Célia de Souza Campos Fernandes

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar os obstáculos à efetiva redução da transmissão materno-infantil do HIV em Campos dos Goytacazes (RJ. MÉTODOS: Estudo de coorte, com acompanhamento médico de gestantes com diagnóstico confirmado de infecção pelo HIV e de seus bebês, atendidos no Serviço Municipal de Atendimento Especializado de Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS, no período de janeiro de 2004 a abril de 2007; coleta de informações relativas às variáveis de exposição e desfecho a partir dos prontuários; determinação de frequências das variáveis e análise bivariada entre os fatores de exposição e o desfecho; cálculo de riscos relativos de transmissão materno-infantil do HIV associados às variáveis de exposição, com intervalo de confiança de 95%; e avaliação de significância estatística de associações de risco. RESULTADOS: Foram acompanhados 78 binômios, sendo de 7,7% a taxa de transmissão materno-infantil do HIV. As variáveis que mostraram associações estatisticamente significantes com a transmissão materno-infantil do HIV foram: a não utilização de antirretrovirais para profilaxia ou tratamento na gestação (RR = 21,00; IC95% 2,64-166,74, p = 0,001; e o diagnóstico materno após a gestação (RR = 6,80; IC95% 1,59-29,17, p = 0,025. Novas gestações em mulheres com outros filhos já expostos ao HIV ocorreram em 19,12% dos casos. CONCLUSÕES: Não houve redução da taxa de transmissão materno-infantil do HIV no período de 2004-2007 em relação ao triênio anterior. Foram caracterizados como obstáculos determinantes desta não redução: a baixa cobertura pela testagem anti-HIV no pré-natal, impossibilitando tratamento ou profilaxia materna eficiente; e o uso incorreto do teste rápido na admissão para o parto.

  17. Materno-fetal transmission of human immune deficiency virus.

    Science.gov (United States)

    Schäfer, A

    1997-01-01

    Mother-to-child transmission of human immune deficiency virus (HIV) is a multifactorial event highly associated with advanced maternal HIV disease and obstetric incidents taking place during parturition. Thus, various approaches to prevention may be beneficial. Although the time and the route of materno-fetal HIV transmission are still not sufficiently clear, much speaks in favor of a late HIV transmission, most probably taking place during parturition or the phase before the delivery. The fetus is remarkably protected by the placenta and the intact fetal membranes against many viral infections during gestation. These conditions change at parturition and the chance for a transition of HIV-infected carrier cells or virus into the fetal compartment increases. Proinflammatory cytokines secreted at the materno-fetal interface accumulate in amniotic fluid and may chemoattract and stimulate potentially HIV-infected immunocytes. After rupture of membranes, maternal cells of the decidua are directly exposed to the amniotic fluid. Aside from the contamination of the fetal skin at vaginal delivery as a debatable route of infection, blood-to-blood contacts and the fetal swallowing of contaminated amniotic fluid may be the major path of fetal HIV infection. For the fetal prophylaxis of an intrauterine infection, the application of zidovudine is recommended. However, cesarian section before the onset of labor leads also to a diminution of the transmission rate. As the transmission seems to have both systemic and local causes, it makes sense to combine different intervention strategies. Whether a combination of zidovudine and elective cesarean section can lower the transmission risk further has to be evaluated.

  18. Materno-Fetal Transmission of Human Immune Deficiency Virus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Axel Schäfer

    1997-01-01

    Full Text Available Mother-to-child transmission of human immune deficiency virus (HIV is a multifactorial event highly associated with advanced maternal HIV disease and obstetric incidents taking place during parturition. Thus, various approaches to prevention may be beneficial. Although the time and the route of materno-fetal HIV transmission are still not sufficiently clear, much speaks in favor of a late HIV transmission, most probably taking place during parturition or the phase before the delivery. The fetus is remarkably protected by the placenta and the intact fetal membranes against many viral infections during gestation. These conditions change at parturition and the chance for a transition of HIV-infected carrier cells or virus into the fetal compartment increases. Proinflammatory cytokines secreted at the materno-fetal interface accumulate in amniotic fluid and may chemoattract and stimulate potentially HIV-infected immunocytes. After rupture of membranes, maternal cells of the decidua are directly exposed to the amniotic fluid. Aside from the contamination of the fetal skin at vaginal delivery as a debatable route of infection, blood-to-blood contacts and the fetal swallowing of contaminated amniotic fluid may be the major path of fetal HIV infection. For the fetal prophylaxis of an intrauterine infection, the application of zidovudine is recommended. However, cesarian section before the onset of labor leads also to a diminution of the transmission rate. As the transmission seems to have both systemic and local causes, it makes sense to combine different intervention strategies. Whether a combination of zidovudine and elective cesarean section can lower the transmission risk further has to be evaluated.

  19. Transmissão materno-infantil do vírus da imunodeficiência humana: avaliação de medidas de controle no município de Santos Mother-to-child transmission of human immunodeficiency virus (HIV-I: evaluation of control measures in the city of Santos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Maria Isaac Nishimoto

    2005-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Estimar o risco da transmissão materno-infantil (TMI do HIV no município de Santos e avaliar o efeito da introdução de medidas preventivas na transmissão vertical do HIV, tais como: utilização de AZT pela gestante, durante o pré-natal, trabalho de parto e parto, uso de AZT pelo recém-nascido; substituição do aleitamento natural pelo artificial e indicação de cesárea. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de coorte. Os dados foram coletados dos prontuários das gestantes e das crianças nos serviços de referência para o atendimento de pessoas vivendo com HIV/Aids. Para estimar o risco de transmissão materno-infantil do HIV, dividiu-se o número de mães cujos filhos adquiriram o vírus por transmissão vertical pelo número de mães incluídas no estudo. Para estimar o risco de TMI associado aos fatores investigados, calcularam-se os riscos relativos com intervalos de confiança de 95% (IC 95%, considerando a ocorrência de transmissão como variável dependente e os outros fatores (idade materna, realização de pré-natal, uso de AZT oral, uso de AZT xarope, idade gestacional e amamentação como variáveis independentes. Para controlar o possível efeito confundidor de algumas variáveis, foi realizada análise estratificada pela técnica de Mantel-Haenszel. RESULTADOS: A ocorrência da TMI do HIV foi estabelecida em 144 crianças. Quatorze delas foram classificadas como infectadas; o risco de transmissão foi de 0,097 (IC 95%; 0,030-0,163. O risco de transmissão foi menor nas mulheres com menos de 30 anos de idade. Na análise univariada, o risco de transmissão materno-infantil do HIV esteve associado de modo estatisticamente significante com: idade materna, realização do pré-natal, uso de AZT oral, uso de AZT xarope, idade gestacional (Capurro e amamentação. CONCLUSÃO: O presente trabalho mostrou que a implantação de medidas preventivas tem importância na prevenção da transmissão do HIV mãe-filho, com

  20. Tabaquismo materno: impacto sobre el neonato, placenta y reactividad de la arteria umbilical

    OpenAIRE

    Morales, Silvina; Iveli, María Florencia; Rimorini, Laura; Roldán Palomo, Rocío; Enrique, Nicolás; Salemme, Silvia; Cecotti, Norma; Rebolledo,Alejandro; Apezteguia, María; Milesi, Verónica

    2008-01-01

    Introducción: el fumar tabaco durante el embarazo aumenta los riesgos en la salud materno-infanto juvenil provocando múltiples alteraciones atribuidas a la nicotina y al monóxido de carbono producidos por el cigarrillo. Objetivos: estudiar las consecuencias del tabaquismo materno sobre el recién nacido (RN), la placenta y la respuesta contráctil a la nicotina de la arteria umbilical (AU) "in vitro". Metodología: dos grupo...

  1. Desempenho produtivo de cabritos submetidos a diferentes períodos de aleitamento Productive performance of goats submitted to different periods of suckling

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Luiz de Farias Ramos

    2004-06-01

    Full Text Available O experimento foi realizado com o objetivo de avaliar desempenho produtivo de cabritos submetidos a diferentes períodos de aleitamento. Foram utilizados 42 caprinos mestiços de raça Alpina, sendo 21 fêmeas e 21 machos inteiros, distribuídos em três tratamentos com 14 animais: T1- desmame aos 56, T2 - desmame aos 70 e T3 - desmame aos 84 dias de idade. A dieta líquida, até os 35 dias de idade, foi leite de cabra, fornecido em duas mamadas e, após este período, passou a ser fornecida apenas em uma mamada, à tarde. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualisado, com sete repetições, em esquema fatorial 3x2, com os fatores época de desmame e sexo (macho e fêmea. As médias de pesos, para os tratamentos, aos 182 dias de idade foram: T1= 19,3b, T2= 20,3ab e T3= 21,4ª kg. No período de 85 aos 182 dias de idade, não se verificou diferença significativa no ganho de peso entre os tratamentos, cujas médias foram: T1= 65ª, T2= 57ª e T3= 66ª g/dia. O desaleitamento aos 56 dias de idade proporcionou desenvolvimento satisfatório dos cabritos.The research was carried out to evaluate the performance of kids submitting of different periods of suckling. Forty-two Alpine goats crossbred (21 males and 21 females were assigned to three treatments with 14 replicates: T1 weaning at 56; T2 weaning at the 70 and T3 weaning at the 84 days old. The liquid diet (goat milk was fed up to 35 days old, in two suckling and, after, the animals received the same quantity of goat milk at one suckling, in the afternoon. An experimental randomized completely design in 3 x 2 factorial scheme (three weaning period x two sex, with seven replicates, was used. Average weight for the respective treatments at 182 days old were: T1 = 19.3b; T2 = 20.3ab and T3 = 21.4ª kg. No significant differences among the treatments were observed for weight gain, from 85 to 182 days old, with means of T1 = 65ª; T2 = 57ª and T3 = 66ª g/day. Weaning at 56 days

  2. ALEITAMENTO NATURAL E RELACTAÇÃO — ATUAÇÃO DA ENFERMEIRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lucia de Lorenzi Bonilha

    Full Text Available A atuação da enfermeira no aleitamento natural e na relactação é descrita de acordo com os três níveis de prevenção de Leavell & Clark. No nível primário são abordadas ações da enfermeira no período de gestação, no pós-parto imediato e mediato e nos intervalos dos períodos de crise, com ênfase nos exercícios para o preparo das mamas para a amamentação; no nível secundário são mencionadas ações relacionadas aos períodos de crise e hipogalactia; e no nível terciario são apresentados procedimentos para a promoção da relactação.

  3. Amamentação e padrões alimentares em crianças de duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais Breastfeeding and feeding patterns in two cohorts of children in southern Brazil: trends and differences

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernardo L. Horta

    1996-01-01

    Full Text Available A amamentação é fundamental para o crescimento e desenvolvimento da criança. No Brasil, a duração mediana da amamentação é muito baixa; por isso, no início da década de 80, foram implementadas campanhas nacionais de estímulo ao aleitamento materno. O presente artigo teve como objetivo avaliar as mudanças na duração da amamentação na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, entre os anos de 1982 e 1993. Foram avaliados todos os nascimentos hospitalares ocorridos em ambos os anos, e amostras sistemáticas dessas crianças foram visitadas com cerca de 12 meses de idade. Observou-se um aumento na duração mediana da amamentação de 3,1 meses em 1982 para 4,0 meses em 1993. Este aumento suporta um possível impacto das campanhas nacionais ocorridas durante a década. Em ambas as coortes, houve interação entre a renda familiar e os percentuais de crianças amamentadas em diferentes idades. Nos primeiros meses, estes percentuais foram superiores nas famílias de maior renda, mas, a partir de nove meses, a amamentação foi mais freqüente no grupo de baixa renda. Crianças com baixo peso ao nascer apresentaram durações mais curtas da amamentação. Apesar dos progressos observados, a duração do aleitamento permanece bastante inferior ao recomendado internacionalmente, salientando a necessidade de campanhas futuras que priorizem crianças com baixo peso ao nascer e pertencentes às famílias de baixa renda.Breastfeeding is fundamental for infant health. However, its median duration in Brazil is very short, and national campaigns since the mid-1980s have attempted to revert this situation. In the present paper, data on breastfeeding are compared for two population-based cohorts of children born in 1982 and 1993 in the city of Pelotas in Southern Brazil. All hospital births in both years were studied and samples of these children were visited at home around 12 months of age. Median duration of breastfeeding increased from 3.1 to 4

  4. Concentração de hemoglobina em crianças do nascimento até um ano de vida Hemoglobin concentration in children from birth to one year of age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia Cornbluth Szarfarc

    2004-02-01

    Full Text Available Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de descrever a evolução da concentração de hemoglobina [Hb], considerando os fatores: peso ao nascer; velocidade relativa de crescimento e alimentação. É um estudo transversal realizado com crianças no primeiro ano de vida, atendidas para acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento em serviços públicos de saúde, em cidades localizadas nas cinco regiões geográficas brasileiras. Verificou-se que 51,7% das crianças entre 6 e 12 meses de idade eram anêmicas. A estimativa da Hb, por meio de uma equação teórica, sugeriu que o ferro endógeno permite manter os níveis normais de Hb no primeiro trimestre de vida. A prevalência de baixa Hb foi maior entre as crianças com baixo peso ao nascer. A velocidade relativa de crescimento, avaliada pela diferença do peso atual e peso ao nascer, em unidades de Z escore, não foi fator de relevância para a Hb. A importância do aleitamento materno foi evidente nos primeiros meses de vida. Verificou-se, entretanto, que os alimentos complementares não influenciaram a Hb. A elevada prevalência de níveis baixos de hemoglobina indica a necessidade de enfatizar programas de intervenção para o controle da anemia ferropriva.This study aimed to describe the evolution of hemoglobin concentration considering the following factors: birth weight, growth rate, and food intake. The cross-sectional study focused on infants (< 1 year of age whose growth and development were monitored by public health services in cities located in the five geographic regions of Brazil. Some 51.7% of the children aged 6 to 12 months presented anemia. Estimation of [Hb] concentration by a theoretical equation suggested that endogenous iron is able to maintain normal Hb levels in the first three months of life. Prevalence of reduced Hb was higher in low birth weight infants. Growth rate, verified by the difference between present weight and birth weight in Z scores, was not

  5. Prevalência da infecção pelo HTLV-1, em remanescentes de quilombos no Brasil Central Prevalence of infection due to HTLV-1 in remnant quilombos in Central Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Branquinho do Nascimento

    2009-12-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo estimar a prevalência da infecção pelo HTLV-1 em remanescentes de comunidades de população negra, os quilombos no Brasil Central. 1.837 indivíduos foram avaliados, sendo nove soropositivos para HTLV-1/2 por ELISA. Todos esses foram positivos para HTLV-1 por Western blot e/ou PCR, resultando em uma prevalência de 0,5% (IC 95%: 0,2-1,0. A idade dos indivíduos infectados variou de 11 a 82 anos, sendo a maioria do sexo feminino. Quanto às características de risco, história de aleitamento materno, transfusão de sangue, múltiplos parceiros sexuais e doenças sexualmente transmissíveis foram relatadas por esses indivíduos. Os achados deste estudo evidenciam a importância da identificação dos indivíduos infectados pelo HTLV-1 na estratégia de controle e prevenção dessa infecção em remanescentes de quilombos.This study aimed to determine the prevalence of HTLV-1 infection among remnant black quilombo communities in Central Brazil. A total of 1,837 individuals were evaluated, among whom nine were HTLV-1/2 seropositive according to ELISA. All of them were positive for HTLV-1 by means of Western blot and/or PCR, thus resulting in a prevalence of 0.5% (95% CI: 0.2-1.0. The HTLV-1 infected individuals ranged in age from 11 to 82 years. The majority of them were females. Regarding risk characteristics, histories of breastfeeding, blood transfusion, multiple sexual partners and sexually transmitted diseases were reported by these individuals. The findings from this study indicate the importance of identifying HTLV-1 infected individuals, as a strategy for infection control and prevention in these remnant quilombos.

  6. Identificação dos fatores de risco para o transtorno do processamento auditivo (central em pré-escolares Identification of risk factors for the (central auditory processing disorder in preschool children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Musskopf da Luz

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar os fatores de risco para o Transtorno do Processamento Auditivo (Central TPA(C em 79 pré-escolares. MÉTODOS: aplicou-se um questionário para 79 pais , de crianças que cursavam a pré-escola ou o primeiro ano do ensino fundamental, das redes municipal, estadual e particular de Porto Alegre. O questionário continha questões referentes ao desenvolvimento infantil. RESULTADOS: a pesquisa mostra como principais resultados a ocorrência do uso de chupeta (73,4%; do tempo de aleitamento materno (36%; da realização dos exames audiológicos (17,8%; do tempo em frente a televisão (59%; e da quantidade de repetições de instruções (54%; Em relação aos testes de correlação o estudo mostrou a utilização da chupeta (p=0,006 e maior ocorrência de otites (p=0,007 por meninas. As crianças mais velhas realizavam leitura espontânea (p=0,007 e recontavam histórias ordenadamente (p=0,035. CONCLUSÃO: Identificou-se as variáveis: maior número de irmãos (p=0,005, maior solicitação de repetições (pPURPOSE: to identify the risk factors for (Central Auditory Processing Disorder in a group of 79 preschool children. METHODS: we applied a questionnaire to 79 parents or guardians of children attending preschool or first year of elementary school of the municipal, state and private schools in Porto Alegre. The questionnaire contained questions related to child development. RESULTS: the research shows as the main results the use of a pacifier use (73.4%; the duration of breastfeeding (36%; the conduction of audiological testing (17.8%; the time watching TV (59%; and the number of repetitions of instructions (54%; For the correlation tests the study showed the pacifier use (p=0.006 and the higher incidence of otitis (p=0.007 by girls. Older children performed spontaneous reading (p=0.007 and retold stories neatly (p=0.035. CONCLUSION: the risk factors for (Central Auditory Processing Disorder were identified, being the

  7. em busca da dignificação de uma área profissional

    OpenAIRE

    Rocha, Maria Manuela Alves da

    2014-01-01

    Trabalho de Projeto apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Fisioterapia, ramo de Fisioterapia Materno-Infantil O papel do Fisioterapeuta na saúde materno-infantil ainda é pouco conhecido e valorizado, quer pela população em geral quer por profissionais de saúde. Assim, foram objetivos do trabalho perceber, em três grupos de pessoas, o papel atribuído ao Fisioterapeuta nesta área e as razões pelas quais persiste a falta de rec...

  8. Cardiotocografia Anteparto e Prognóstico Perinatal em Gestações Complicadas pelo Diabete: Influência do Controle Metabólico Materno Antepartum Nonstress Test and Perinatal Prognosis in Pregnancies Complicated by Diabetes: Influence of Maternal Metabolic Control

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moacyr Sanches Mascaro

    2002-10-01

    Full Text Available Objetivo: relacionar a qualidade do controle metabólico com os resultados da cardiotocografia (CTG anteparto e avaliar sua capacidade preditiva no prognóstico perinatal de gestações associadas ao diabete. Pacientes e Métodos: estudo retrospectivo de 125 gestantes, portadoras de diabete gestacional ou clínico, no qual se relacionou a última CTG anteparto (intervalo máximo de 48 horas à qualidade do controle metabólico materno e aos resultados perinatais. A qualidade do controle metabólico foi definida pela média glicêmica do dia do exame (MGd e da gestação (MG e pelo comportamento da requisição de insulina (R/insulina. Para os resultados perinatais foram analisados os índices de Apgar de 1º e 5º minuto, a classificação peso/idade gestacional, o tempo de internação, a necessidade de cuidados de UTI e a ocorrência de óbito neonatal (ONN precoce. A capacidade diagnóstica da CTG anteparto foi avaliada pelos índices de sensibilidade, especificidade e valor preditivo positivo e negativo. Resultados: a MGd adequada ( ou = 120 mg/dL, a 26,1% (pBackground: the antepartum nonstress test (NST is the most commonly used test to evaluate fetal well-being in pregnancies complicated by diabetes, its results being related to the quality of maternal metabolic control and perinatal prognosis. Purpose: to relate the quality of metabolic control to the results of the NST and to evaluate its predictive capacity for the perinatal prognosis of pregnancies associated with diabetes. Patients and Methods: this is a retrospective study of 125 pregnant women with gestational or clinical diabetes in which the last NST (maximum interval of 48 h was related to the quality of maternal metabolic control and perinatal results. Quality of metabolic control was defined by the glycemic mean on the test day (GMd, glycemic mean during pregnancy (GM, and behavior of insulin requirement (Insulin/R. For the perinatal results, the following parameters were

  9. Anthropological and psychoanalytical observation: theoretical and methodological dialogues in a doctorate programme in mother and child health Observação antropológica e psicanalítica: diálogos teórico-metodológicos num programa de doutorado em saúde materno infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marisa Amorim Sampaio

    2012-03-01

    visando: desenvolver compreensão aprofundada da abordagem teórico-prática do método Bick, sua relevância para a pesquisa e aplicações abrangentes; promover diálogo transdisciplinar entre observação antropológica e psicanalítica. Como estudante na Tavistock (Reino Unido participei de seminários e desenvolvi observações noutra variação do setting Bick. Ciente da ética do método, a Tavistock tem abrangido seu escopo, não tomando o Bick como um modelo único a ser seguido, mas um modo abrangente de abordar a singularidade humana, promovendo a capacidade auto-analítica do pesquisador e uma diversidade de aplicações. Apesar das reflexões ainda serem preliminares, o potencial do Bick para inovar métodos de pesquisa não pode ser ignorado. No campo atual da saúde materno infantil não lidamos com um conceito único de ciência, porém paradigmas de pensamento novos/renovados e uma diversidade de métodos.

  10. CUIDADO MATERNO AOS FILHOS NASCIDOS EXPOSTOS AO HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Léa Maria Moura Barroso

    2009-01-01

    Full Text Available La finalidad fue evaluar el cuidado materno a hijos menores de seis meses, nacidos expuestos al VIH/SIDA con la meta de reducir la transmisión vertical. En un ambulatorio especializado en Fortaleza/CE, 18 madres fueron entrevistadas en el segundo semestre de 2007. Estudio exploratorio y descriptivo con planteo cuantitativo. Preguntas evaluaron las recomendacio- nes para cuidado en salud bajo la perspectiva de la prevención de la transmisión vertical. Ninguna madre ofreció lactancia natural al hijo; el 94,4% ofreció Zidovudina® en jarabe de manera adecuada; el 27,8% no llevó a su hijo para acompañamiento especializado, ni tampoco realizó análisis específicos; el 53,9% tuvo frecuencia inadecuada en las consultas; el 55,6% de los niños no recibió profilaxis para pulmonía y estaba con el calendario de vacunas atrasado. Todos los niños recibieron lactancia artificial, aunque con dilución, frecuencia y cantidad inadecuadas, y alimentación complementaria incorrecta. Se concluye que los cuidados proporcionados a los hijos nacidos expuestos al VIH no están en total consonancia con normas preestablecidas para reducción de la transmisión vertical en Brasil.

  11. Superando o falicismo: sofrimento materno na psicanálise de crianças Superando el falicismo: sufrimiento materno en el psicoanálisis de niños Beyond phallicism: maternal suffering in child psychoanalysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henriqueta Lúcia Arcoverde de Melo

    2012-09-01

    Full Text Available Interpreta-se, no contexto da psicanálise de uma criança psicótica, o sofrimento materno e suas implicações nos destinos do tratamento. O sofrimento parental interfere negativamente quando compele à repetição fantasmática de traumatismos cujas mensagens, uma vez intrometidas, não são elaboradas pelos pais. Como demonstra o caso clínico, o falicismo materno e a foraclusão da função paterna não necessariamente estão presentes na geração da psicose. Longe de ser falo, originalmente ao paciente foi atribuído o lugar de substituto de um objeto odiado numa cena traumática vivida na infância materna, responsável pela intromissão de mensagens sexuais em torno de experiências de nascimento e morte, revividas fantasmaticamente no contexto da análise de seu filho.Se interpreta, en el contexto del psicoanálisis de un niño psicótico, el sufrimiento materno y sus implicaciones en los objetivos del tratamiento. El sufrimiento parental interfiere negativamente cuando obliga a la repetición fantasmática de traumatismos cuyos mensajes, una vez entrometidos, no han sido procesados por los padres. Como demuestra el caso clínico, el falicismo materno y la foraclusión de la función paterna no están necesariamente presentes en la generación de la psicosis. Originalmente al paciente le fue atribuido el lugar de sustituto de un objeto odiado en una escena traumática vivida en la infancia materna, responsable por la intromisión de mensajes sexuales acerca de experiencias de nacimiento y muerte, revividas fantasmáticamente en el contexto del análisis de su hijo.The article interprets maternal suffering and its implications on a psychotic child's psychoanalysis. Parental suffering interferes with a child's treatment when it induces the repetition of fantasies generated in traumas whose messages, once intruded, were not worked through by the parents. As the clinical case demonstrates, the mother's phallicism and the foreclosure of the

  12. Metodologia das Pesquisas Populacionais de Saúde Materno-Infantil: uma série transversal realizada no Estado do Ceará de 1987 a 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Lima Correia

    2014-12-01

    Full Text Available Objectivo: descrever os métodos utilizados nas Pesquisas de Saúde Materno-Infantil (PESMIC no Ceará, durante 20 anos. Métodos: a série de inquéritos realizados no período de 20 anos foi analisada nos seguintes aspectos: a Estudos transversais em série de base populacional, com amostra representativa de 8000 famílias; b Utilizou-se questionários e medições antropométricas, estudando-se níveis e causas de mortalidade infantil, prevalência de desnutrição da mãe e da criança, duração da amamentação, cobertura vacinal, prevalência e manejo da diarreia e acesso aos serviços de saúde materno-infantil; c Obteve-se como resultado as variáveis desfechos (principal mortalidade infantil e diversos determinantes materno-infantis e socioeconómicos. Resultados: o índice de resposta foi de quase 100% nos cinco inquéritos realizados (1986-2007, e ocorreram importantes mudanças nos indicadores sociodemográficos e de saúde; redução de 81% da taxa de mortalidade infantil, aumento de 43% da taxa de amamentação; índice de imunização de 95%. Observou-se aumento de 243% do índice de sobrepeso. Foram entrevistados no total somado dos cinco estudos: 177.132 residentes, sendo 47.508 mulheres e 13.049 crianças. Conclusões: recomenda-se a continuidade desses estudos utilizando-se a mesma metodologia, possibilitando analises de variações temporais.

  13. Avaliação dos fatores de risco e proteção associados à elevação da pressão arterial em crianças Evaluación de los factores de riesgo y protección asociados a la elevación de la presión arterial en niños Evaluation of risk and protection factors associated with high blood pressure in children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Vitorino Naghettini

    2010-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Estudos epidemiológicos têm mostrado um aumento da prevalência da hipertensão arterial na faixa etária pediátrica. Hoje se sabe que os fatores de risco poderiam ter sido detectados na infância, o que auxiliaria na prevenção da doença. OBJETIVO: Avaliar fatores de risco e de proteção relacionados à elevação da pressão arterial na infância. MÉTODOS: Foram avaliadas crianças de 3 a 10 anos moradoras dos distritos sanitários leste e sudoeste de Goiânia, Goiás. Obtiveram-se os seguintes dados: peso ao nascer, aleitamento materno, história familiar de hipertensão e obesidade, peso, estatura, índice de massa corporal (IMC e pressão arterial. Utilizaram-se os testes de U de Mann-Whitney para comparar a variação da pressão arterial quanto às variáveis descritas. RESULTADOS: Na amostra estudada, 519 crianças foram avaliadas, 246 (47,4% do sexo masculino. Avaliação do IMC identificou 109 (21% com excesso de peso, das quais 53 (10,3% eram obesas. O aleitamento materno predominante e/ou exclusivo por tempo inferior a 6 meses foi encontrado em 242 (51,2%. As médias da pressão sistólica se encontraram significativamente mais elevadas naquelas crianças com aleitamento materno exclusivo e/ou predominante por tempo inferior a 6 meses (p = 0,04, história familiar positiva para hipertensão (p = 0,05 e excesso de peso (p FUNDAMENTO: Estudios epidemiológicos vienen expresando un aumento de la prevalencia de la hipertensión arterial en el grupo de edad pediátrico. Se sabe hoy que los factores de riesgo pudieran haber sido detectados en la niñez, lo que ayudaría en la prevención de la enfermedad. OBJETIVO: Evaluar factores de riesgo y de protección relacionados a la elevación de la presión arterial en la niñez. MÉTODOS: Se evaluaron a niños de 3 a 10 años, vecinos de los distritos sanitarios este y sudoeste de Goiânia, Goiás. Se obtuvieron los siguientes datos: peso al nacer, lactancia materna, historia

  14. Correlação entre a fração inspirada de oxigênio, a pressão parcial de oxigênio materno e a pressão parcial de oxigênio fetal durante parto cesáreo em gestações normais Correlación entre la fracción inspirada de oxígeno, la presión parcial de oxígeno materno y la presión parcial de oxígeno fetal durante el parto por cesárea en embarazos normales Correlation between the inspired fraction of oxygen, maternal partial oxygen pressure, and fetal partial oxygen pressure during cesarean section of normal pregnancies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Henrique Viana de Castro

    2009-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Apesar das alterações na função pulmonar, a oxigenação materna se mantém nas anestesias regionais para obstetrícia. Mesmo assim, nessas situações, o fornecimento de oxigênio suplementar para a mãe é prática disseminada. A principal justificativa é a boa oxigenação fetal; entretanto, não há devida comprovação. Este estudo prospectivo e com distribuição randômica das pacientes teve o objetivo de testar a hipótese da existência ou não de correlação entre hiperóxia materna e elevação de parâmetros gasométricos fetais na cesariana eletiva. MÉTODO: Foram estudadas vinte pacientes grávidas, submetidas à raquianestesia, através de gasometrias arteriais, com diferentes frações inspiradas de oxigênio e correlacionadas com a gasometria fetal. RESULTADOS: O aumento da fração inspirada de oxigênio materno não se correlacionou com o aumento da pressão parcial de oxigênio fetal. CONCLUSÕES: A indução de hiperóxia materna através de oxigenoterapia suplementar não foi capaz de aumentar a pressão parcial de oxigênio no feto. Não houve modificação nos parâmetros gasométricos fetais, mesmo em caso de mudança desses parâmetros na parturiente, induzidos pela hiperóxia durante a cesariana sob raquianestesia.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: A pesar de las alteraciones en la función pulmonar, la oxigenación materna se mantiene en las anestesias regionales para obstetricia. Pero incluso así, en esas situaciones, el suministro de oxígeno suplementario para la madre se practica en forma diseminada. La principal justificación es la buena oxigenación fetal, sin embargo, no existe la debida comprobación al respecto. Este estudio prospectivo y con distribución randómica de las pacientes, tuvo el objetivo de comprobar la hipótesis de la existencia o no de una correlación entre la hiperoxia materna y la elevación de los parámetros gasométricos fetales en la cesárea por elecci

  15. Ingreso Temprano al Control Prenatal en una Unidad Materno Infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delia Moya-Plata

    2010-12-01

    Full Text Available Introducción: El control prenatal se define como todas las acciones y procedimientos, sistemáticos y periódicos, destinados a la prevención, diagnostico y tratamiento de los factores que pueden coordinar la morbilidad y mortalidad materna y perinatal. La muerte de una madre es una tragedia evitable que afecta una vida joven llena de grandes esperanzas; es una de las experiencias más traumáticas que puede sufrir una familia y afecta seriamente el bienestar, la supervivencia y el desarrollo de los hijos, especialmente de los más pequeños. Todo lo anterior trae como consecuencia el debilitamiento de la estructura social en general. Materiales y Métodos: Es un estudio descriptivo de corte transversal, en el cual, se identificaron aspectos importantes como las variables sociodemográficas, clínicas, barreras de acceso y adherencia para el ingreso temprano al control prenatal de las gestantes que consultan a una unidad materno infantil. Resultados: El control prenatal representa una estrategia básica que permite identificar factores de riesgo y alteraciones fisiológicas en toda paciente gestante. Los resultados expresados en Le presente trabajo muestran el impacto favorable cuando no inciden las variables de riesgo. Discusión y Conclusiones: Queda demostrado que con un número suficiente de controles prenatales y efectuados en forma precoz, estas pacientes pueden ser contenidas en su situación y se llega a disminuir en forma muy importante la mortalidad perinatal. (Rev Cuid 2010;1(1:44-52.Palabras clave: Atención Prenatal, Factores Epidemiológicos, Accesibilidad a los Servicios de Salud. (Fuente: DeCS BIREME.

  16. Prevalência e fatores associados à prescrição/solicitação de suplementação alimentar em recém-nascidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josilene Maria Ferreira PINHEIRO

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Identificar a prevalência da utilização de suplemento alimentar em recém-nascidos e avaliar as características, os solicitantes e os motivos justificados para sua utilização em um "Hospital Amigo da Criança". Métodos Trata-se de estudo do tipo transversal, realizado com 113 díades mãe e filho de um hospital universitário com o título de "Amigo da Criança", no período de agosto de 2012 a fevereiro de 2013. A partir de um questionário estruturado, foram coletadas informações sociodemográficas, antecedentes obstétricos, condições de nascimento da criança, características do suplemento e prescritores. Foi realizada análise descritiva e inferencial (teste Qui-quadrado de Pearson, aceitando um nível de significância p?0,05, com intervalo de confiança de 95%. Resultados A prevalência de indicação de suplemento alimentar foi de 16,0%, com menor aderência para os nascidos nas primeiras horas do dia (p=0,006. O profissional de enfermagem foi o que mais solicitou o suplemento (54,0%, e no menor tempo (1 a 6 horas após o nascimento da criança (p=0,05. Quanto aos motivos de indicação, apenas 6,2% atenderam às recomendações da Iniciativa Hospital Amigo da Criança, destacando-se a hipogalactia como principal motivo (71,7%, com maior probabilidade de indicação para os recém-nascidos de parto cesáreo (p<0,02. Conclusão Apesar do título de "Hospital Amigo da Criança", foram identificadas inúmeras indicações de suplemento ali-mentar desnecessárias e precipitadas, o que pode dificultar o aleitamento materno e favorecer o desmame precoce, sugerindo a necessidade de uma avaliação mais criteriosa na indicação pela equipe assistencial.

  17. Caracterização do desenvolvimento da alimentação em crianças de 6 aos 24 meses de idade do município de Canoas/RS Characterization of feeding development in 6 to 24 month-old children in Canoas/RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline e Silva Carneiro

    2009-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: caracterizar a alimentação de crianças na faixa etária entre seis e 24 meses verificando a época de introdução, tipos de alimentos e texturas oferecidas conforme a faixa etária, bem como, verificar hábitos orais e constatar quem orientou os pais sobre alimentação. MÉTODOS: a amostra foi composta por 100 crianças dos seis aos 24 meses, que frequentaram duas unidades básicas de saúde, em Canoas, RS. Foram realizadas entrevistas com os responsáveis. RESULTADOS: constatou-se que 98% (N=98 das crianças foram amamentadas exclusivamente, porém com duração média de dois meses e oito dias. O oferecimento de líquidos apresentou introdução precoce de chá com mediana de início aos 60 dias; 92% (N=92 das crianças usaram mamadeira e destas em 47% (N=47 aumentaram o furo. A chupeta era usada por 60% (N=60 da amostra e teve associação com o tempo de aleitamento. O início da oferta das frutas e sopas apresentou mediana de 150 dias e da carne, 210 dias. Houve associação estatística entre a idade e o aumento da consistência. Verificou-se ainda, que os alimentos estão sendo ofertados em consistências adequadas para a idade. CONCLUSÃO: concluiu-se que houve prática de aleitamento materno exclusivo com período menor ao que é recomendado. Os alimentos foram introduzidos precocemente, porém, a consistência está sendo adequada na alimentação atual. Pode-se verificar, também, a grande frequência do uso de mamadeira e chupeta como hábitos orais deletérios. Ainda, a orientação sobre a alimentação foi feita por pessoas leigas, na sua maioria.PURPOSE: to characterize the feeding in children aged from 6 to 24-month old; and specifically, to characterize the time of introduction, types of foods and textures offered according to child's age, to check oral habits and to verify who guided the parents about feeding. METHODS: the sample was composed by 100 children of 6 to 24 months, which attended two Basic Health

  18. Vinculação da gestante e apego materno fetal

    OpenAIRE

    Schmidt, Eluisa Bordin; Argimon, Irani Iracema de Lima

    2009-01-01

    Este trabalho verificou as relações existentes entre o tipo de vinculação da gestante, sintomas de ansiedade, depressão e nível de apego materno fetal. Participaram 136 gestantes entre 18 e 42 anos de idade, do 6º ao 9º mês de gestação com escolaridade mínima de 5ª série. Foi realizado um estudo quantitativo, transversal, correlacional. Os instrumentos utilizados foram: Ficha de Dados Sociodemográficos, Escala de Vinculação do Adulto (EVA), Escala de Apego Materno Fetal (MFAS), Inventário de ...

  19. Assistência médica materno-infantil em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais Maternal and child care in two population-based cohorts from southern Brazil: trends and differences

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juvenal S. Dias da Costa

    1996-01-01

    Full Text Available Os padrões de utilização de serviços de saúde durante a gestação, o parto e o primeiro ano de vida foram analisados em duas coortes de mães e crianças, em 1982 e 1993. As coortes incluíram todos os nascimentos hospitalares ocorridos em Pelotas, Rio Grande do Sul, assim como o acompanhamento prospectivo de amostras de cerca de 20% das crianças. Reduziu-se o percentual de mães que buscaram atendimento após o quinto mês de gestação. O número médio de consultas pré-natais cresceu para 7,6. Os indicadores de assistência pré-natal foram significativamente piores para mães de baixa renda familiar e para aquelas com alto nível de risco gestacional. Em 1993, cesarianas foram realizadas em cerca de 31% dos partos, contra 28% em 1982. Os partos atendidos por médicos aumentaram para 88%. Mães pobres e de alto risco tiveram menores índices de cesarianas e de atendimento médico. As coberturas vacinais das crianças cresceram durante a década. O número médio de consultas das crianças, decresceu de 12,0 para 10,5, principalmente às custas da redução nas consultas preventivas. Embora a maior parte dos indicadores tenha mostrado progresso durante a década, os serviços de saúde seguem concentrando seus esforços nas camadas da população que deles menos necessitam.Two cohort studies of mothers and children (1982 and 1993 were used to document changes in health care utilization patterns. The cohorts included all hospital deliveries in the city of Pelotas, Southern Brazil, for the two years. Some 20% of the mothers and children were visited at home at a median interval of one year later. However, there was a reduction in the percentage of mothers seeking care after the fifth month of pregnancy. The mean number of prenatal consultations increased to 7.6. Prenatal care indicators were significantly worse for low-income and high-gestational-risk women. In 1993, caesarean sections accounted for 31% of deliveries. The proportions of

  20. Determinantes da amamentação no primeiro ano de vida em Cuiabá, Mato Grosso Breast feeding determinants on the first year of life of children in a city of Midwestern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanny Vinícius Araújo de França

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco para a interrupção de aleitamento materno e desmame em crianças menores de um ano. MÉTODOS: Estudo transversal analítico com crianças menores de um ano de idade que compareceram aos postos de vacinação do município de Cuiabá, Mato Grosso, em 2004, acompanhadas de seus responsáveis. Para definição da amostra, foram sorteadas as unidades de vacinação, seguindo-se o sorteio das crianças em cada unidade, de forma sistemática. Para coleta de dados, aplicou-se um questionário semi-estruturado aos acompanhantes das crianças, investigando variáveis características sociodemográficas, referentes ao nascimento da criança e maternas, uso de chupeta e alimentação no primeiro dia em casa. Foram realizadas análise descritiva e regressão logística dos fatores de risco para cada faixa etária, apresentadas em odds ratio e intervalos de confiança. RESULTADOS: No total, 920 crianças menores de um ano foram avaliadas, das quais 205 menores de 120 dias e 275 menores de 180 dias. Verificou-se que usar chupeta, tomar chá no primeiro dia em casa, ter mãe com escolaridade até o primeiro ou segundo graus ou primípara, representam maior risco de não estar em amamentação exclusiva aos 120 dias de vida. Tais fatores se mostraram significativos também para menores de 180 dias, com exceção do consumo de chá, que não foi indagado para essa faixa etária. Nos menores de um ano, o uso de chupeta foi a única variável que manteve significância estatística. CONCLUSÕES: Fatores socioculturais mostraram-se determinantes da situação de aleitamento materno. Ressalta-se a importância da instrução e conscientização maternas, que refletem sobre as práticas que podem prejudicar a amamentação.OBJECTIVE: To assess risk factors for breastfeeding discontinuation and weaning among children less than one year old. METHODS: A cross-sectional study was carried out in children under one year of age

  1. Produção de interleucina-10 na gestação reduz a taxa de replicação do HIV-1 em culturas de linfócitos maternos Interleukin-10 production during pregnancy reduces HIV-1 replicaction in cultures of maternal lymphocytes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Monção Paolino

    2005-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a proliferação de células T e a produção de citocinas em gestantes infectadas pelo HIV-1 e seu impacto na replicação viral in vitro. MÉTODOS: sangue periférico de 12 gestantes infectadas pelo HIV-1 e de seus neonatos, bem como de 10 gestantes HIV-1 negativas, foi colhido e a quantidade de linfócitos TCD4+ e TCD8+ periféricos foi avaliada por citometria de fluxo. Para obter plasma ou células mononucleares periféricas (PBMC, as amostras foram centrifugadas na ausência ou presença de um gradiente de Ficoll-Hypaque, respectivamente. As PBMC foram mantidas em cultura por sete dias na presença de fito-hemaglutinina mais IL-2 recombinante e a resposta linfoproliferativa de células T foi analisada pelo método de exclusão em azul de Trypan. Em alguns experimentos, as culturas foram mantidas na presença adicional de anticorpo anti-IL-10. Os plasmas e sobrenadantes das culturas de PBMC ativadas foram submetidos à análise da produção de citocinas, pelo método ELISA indireto, e a carga viral, detectada pelo RT-PCR. RESULTADOS: independente da carga viral plasmática, a resposta linfoproliferativa em culturas de células obtidas de gestantes infectadas pelo HIV foi inferior às amostras normais [4,2±0,37 vs 2,4±0,56 (x 10(6 células/mL; pPURPOSE: to evaluate T cell proliferation and cytokine production in HIV-1-infected pregnant women and their impact on in vitro virus replication. METHODS: peripheral blood from 12 HIV-1-infected pregnant women and from their neonates was collected. As control, 10 samples from non-infected pregnants were also colleted. The CD4+ and CD8+ T cell counts were assayed by flow cytometry. Peripheral blood mononuclear cells (PBMC and plasma were obtained by centrifugation with and without Ficoll-Hypaque gradient, respectively. The freshly purified PBMC were kept in cultures for seven days with PHA plus r-IL-2, and the lymphoproliferative response was assayed by Trypan blue dye exclusion

  2. Justificativas para uso de suplemento em recém-nascidos de baixo risco de um Hospital Amigo da Criança Justifications for formula supplementation in low-risk newborns at a Baby-Friendly Hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cynthia de Almeida Brandão Meirelles

    2008-09-01

    Full Text Available A Iniciativa Hospital Amigo da Criança preconiza que não se dê a recém-natos nenhum outro alimento ou líquido além do leite materno, a não ser que haja indicação clínica (passo 6. Este estudo teve como objetivo verificar a prevalência e identificar justificativas alegadas para suplementação ao aleitamento materno em recém-nascidos de alojamento conjunto. A amostra foi composta por 300 recém-nascidos de um Hospital Amigo da Criança do Rio de Janeiro, Brasil, que usaram suplemento dentre os que permaneceram exclusivamente em alojamento conjunto. As justificativas alegadas para uso de suplemento foram classificadas como aceitáveis ou não segundo critérios da Iniciativa Hospital Amigo da Criança. A prevalência de uso de suplemento foi de 33,3%. As principais justificativas foram: hipogalactia/agalactia (36,8%, condições de risco para hipoglicemia (21,1%, parto cesáreo (7,9%, condições relativas ao sistema estomatognático (7,4%, condições maternas (6,3% e ausência de resultado de teste rápido anti-HIV (4,5%. O parto cesáreo esteve associado à maior risco de uso de suplemento (RP = 2,1; IC95%: 1,77-2,55 em relação ao parto vaginal. A prevalência do uso de suplemento foi elevada, sendo 9% das justificativas alegadas aceitáveis.The Baby-Friendly Hospital Initiative recommends not giving newborn infants any food or drink other than breast milk unless medically indicated. This study investigated the prevalence and alleged reasons for giving formula supplementation to rooming-in newborns at a Baby-Friendly Hospital. Participants were 300 formula-supplemented, exclusively rooming-in newborns at a Baby-Friendly Hospital in Rio de Janeiro, Brazil. Reasons for formula supplementation were classified as acceptable or unacceptable in accordance with the WHO/UNICEF Baby-Friendly Hospital Initiative guidelines. A supplementation prevalence of 33.3% was found. The main allegations were: hypogalactia/ agalactia (36.8%, conditions

  3. Vinculação da gestante e apego materno fetal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eluisa Bordin Schmidt

    2009-08-01

    Full Text Available Este trabalho verificou as relações existentes entre o tipo de vinculação da gestante, sintomas de ansiedade, depressão e nível de apego materno fetal. Participaram 136 gestantes entre 18 e 42 anos de idade, do 6º ao 9º mês de gestação com escolaridade mínima de 5ª série. Foi realizado um estudo quantitativo, transversal, correlacional. Os instrumentos utilizados foram: Ficha de Dados Sociodemográficos, Escala de Vinculação do Adulto (EVA, Escala de Apego Materno Fetal (MFAS, Inventário de Depressão de Beck (BDI e Inventário de Ansiedade de Beck (BAI. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva, teste exato de Fischer, simulações de Monte Carlo e Correlação de Pearson. Os resultados indicaram que existe associação significativa entre o tipo de vinculação da gestante e o apego materno fetal, e sintomas depressivos. As gestantes que apresentaram uma vinculação segura evidenciaram apego materno fetal alto e sintomas depressivos e ansiosos mínimos.

  4. Contribuição do enfermeiro especialistas de saúde Materna e Obstetrícia e Ginecológica, para o bem estar materno fetal

    OpenAIRE

    Ascensão, Ana

    2016-01-01

    Relatório de Estagio apresentado para obtenção do grau de Mestre na Especialidade de Enfermagem de Saúde Materna e Obstetricia Para garantir o bem-estar materno-fetal, ao longo do parto, o Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Saúde Materna, Obstétrica e Ginecológica deve adequar as suas intervenções a cada mulher/família, promovendo a individualização e a continuidade dos cuidados. Ao desenvolver práticas específicas, apoiadas pela evidência científica, o Enfermeiro Especialista favor...

  5. Aleitamento materno: fazendo a diferença no desenvolvimento, saúde e nutrição dos recém-nascidos de termo e pré-termo

    OpenAIRE

    Nascimento, Maria Beatriz Reinert do; Issler, Hugo

    2003-01-01

    Breastfeeding is the natural and safe way of feeding small infants, providing nutritional, immunological, psychological and economic recognized and unquestionable advantages. These qualities are especially important in premature infants, because of their vulnerability. Despite highly desirable, there is, in general, little success in breastfeeding preterm infants, especially in special care neonatal units. There are evidences that a high supportive hospital environment, with an interdisciplin...

  6. Proteção do leite materno e ética Protection of mother's milk and ethics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Ferreira Rea

    2000-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A Organização Mundial da Saúde, em 1981, recomendou aos países a adoção do "Código Internacional de Marketing dos Substitutos do Leite Materno" e o Brasil o traduziu em normas desde 1988. Objetivou-se verificar o cumprimento dessa norma entre empresas que devem obedecê-la, especialmente quanto aos profissionais de saúde. MÉTODOS: Realizou-se pesquisa exploratória com amostragem intencional em 30 cidades brasileiras, entrevistando 95 profissionais de saúde. Descrevem-se os resultados referentes à relação profissional de saúde-companhias comercializadoras de leites infantis. RESULTADOS: Foram identificadas práticas promocionais dos produtores de substitutos de leite materno, especialmente com pediatras, que evidenciam conflitos de interesses: o apoio financeiro recebido beneficia o profissional, que passa a ter seu nome ligado aos que apóiam direta ou indiretamente a indústria. DISCUSSÃO: Existe conflito de interesses sempre que um interesse secundário faz com que a atitude profissional se modifique (por exemplo, na metodologia de uma pesquisa, na análise ou na publicação dos resultados, em favor daquele interesse e em detrimento da atitude científica. Tanto o código citado como a Norma Brasileira sobre a Comercialização de Alimentos para Lactentes parecem não ser suficientes para indicar os limites éticos da relação profissional-indústria. Proteger a prática de amamentar dos interesses comerciais passa por políticas públicas que contemplem essas questões.INTRODUCTION: In 1981, the World Health Assembly created the International Code for the Marketing of Breast Milk Substitutes. The WHO standards have been effective in Brazil since 1988. The purpose of this study was to verify the companies' compliance with these standards, especially to what concern health care professionals. METHODS: An exploratory research was carried out in 32 cities, interviewing 95 health professional. RESULTS: Here we

  7. Low Apgar scores at 5 minutes in a low risk population: maternal and obstetrical factors and postnatal outcome Baixos índices de Apgar no quinto minuto de vida em população de baixo risco: fatores maternos e obstétricos e resultados pós-natais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eugenia Maria Assunção Salustiano

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To evaluate the association between Apgar scores of less than seven at five minutes (AS5min 7 at 5 minutes who were randomly selected by a computer program. The main outcomes were neonatal death, newborn respiratory distress, need for orotracheal intubation and neonatal intensive care unit (NICU, and hypoxic-ischemic-encephalopathy. RESULTS: After multiple regression analysis, repeated late decelerations on cardiotocography (OR: 2.4; 95% CI: 1.4-4.1 and prolonged second stage of labor (OR: 3.3; 95% CI: 1.3-8.3 were associated with AS5min 0.05. CONCLUSION: Repeated late decelerations and prolonged second stage of labor in the low-risk population are predictors of AS5min OBJETIVO: Avaliar a associação entre índice de Apgar menor que sete no 5º minuto, os fatores pré-natais e resultados pós-natais. MÉTODOS: Trata-se de estudo retrospectivo com 27.252 recém-nascidos em maternidade escola com população de baixo risco obstétrico, de janeiro de 2003 a dezembro de 2010. Prontuários de todos os casos com índice de Apgar 7 no 5º minuto, escolhidos ao acaso, foram revisados. Os principais desfechos estudados foram: óbito neonatal, insuficiência respiratória neonatal, necessidade de intubação orotraqueal e de unidade terapia intensiva (UTI neonatal e encefalopatia hipóxico-isquêmica. RESULTADOS: Após análise de regressão múltipla, desacelerações tardias (DIP II (OR: 2,4; IC95%: 1,4-4,1 e período expulsivo prolongado (OR: 3,3; IC 95%: 1,3-8,3 se associaram com Apgar < 7 no 5º minuto; assim como com insuficiência respiratória ao nascimento (OR: 3,0; IC 95%: 1,3-6,9, intubação traqueal (OR: 2,5; IC 95%: 1,2-4,8, necessidade de UTI neonatal (OR: 9,5; IC 95%: 6,7-16,8 e encefalopatia hipóxico-isquêmica (OR: 14,1; IC 95%: 3,6-54,7. Nenhuma outra variável prénatal se associou com Apgar < 7 no 5º minuto (p < 0,05. CONCLUSÃO: DIP II e período expulsivo prolongado estão associados com Apgar < 7 no 5º minuto em

  8. Desfechos maternos e perinatais em gestantes bolivianas no município de São Paulo: um estudo transversal caso-controle Maternal and perinatal outcomes in Bolivian pregnant women in the city of São Paulo: a cross-sectional case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Sass

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as características relativas ao atendimento de parturientes bolivianas e seus desfechos em um hospital do município de São Paulo. MÉTODOS: estudo transversal retrospectivo tipo caso-controle, entre dois grupos de gestantes, atendidas no período de 2003 a 2007. O Grupo Estudo incluiu 312 gestantes bolivianas e o Grupo Controle, 314 gestantes brasileiras. Os grupos foram comparados em relação às variáveis demográficas, à ocorrência de intercorrências maternas e às variáveis perinatais. A análise estatística foi feita com o uso do teste do χ2 e, quando necessário, foi aplicada a correção de Yates. RESULTADOS: comparado às parturientes brasileiras, o número de bolivianas que frequentaram o pré-natal foi menor (16,4 versus 5,1%; p PURPOSE: to evaluate the characteristics regarding care of Bolivian pregnant women and their outcomes in Hospital Municipal Vereador José Storopolli. METHODS: a cross-sectional retrospective case-control study comparing two groups of pregnant women from 2003 to 2007. The Study Group included 312 Bolivian pregnant women and the Control Group, 314 Brazilian women. The groups were compared with respect to demographic variables, the presence of maternal complications and perinatal outcomes. Statistical analysis was performed by χ2 test and, when necessary, by applying Yates' correction. RESULTS: compared to Brazilian mothers, a smaller number of Bolivian women received prenatal care (16.4 versus 5.1%, p<0.001 and among those that did, the percentage of those who had less than five visits was higher (50 versus 19.3%, p<0.001. Compared to the Brazilian group, the Bolivian group had fewer unwed mothers (12.1 versus 25.4%, p<0.001 and a lower number of nulliparous women (34.1 versus 43.6%, p=0.017. Congenital syphilis had a higher incidence in the Bolivian group (2.9 versus 0.5%, p<0.05, as well as a higher number of newborns classified as large for gestational age (14.6 versus 5.8%, p <0

  9. Monitorização materno-fetal durante procedimento odontológico em portadora de cardiopatia valvar Monitoreo maternofetal durante procedimiento odontológico en portadora de cardiopatía valvular Maternal-fetal monitoring during dental procedure in patients with heart valve disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Itamara Lucia Itagiba Neves

    2009-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Os efeitos da anestesia local em odontologia com lidocaína e epinefrina, sobre parâmetros cardiovasculares de gestantes portadoras de valvopatias e seus conceptos, não estão esclarecidos. OBJETIVO: Avaliar e analisar parâmetros da cardiotocografia, de pressão arterial e eletrocardiográficos da gestante portadora de doença valvar reumática, quando submetida à anestesia local com 1,8 ml de lidocaína 2% sem vasoconstritor e com epinefrina 1:100.000, durante procedimento odontológico restaurador. MÉTODOS: Realizamos monitorização ambulatorial da pressão arterial, eletrocardiografia ambulatorial materna e cardiotocografia de 31 portadoras de cardiopatia reumática, entre a 28ª e 37ª semana de gestação, divididas em dois grupos conforme presença ou não do vasoconstritor RESULTADOS: Demonstrou-se redução significativa dos valores de frequência cardíaca materna nos dois grupos, durante o procedimento, quando comparado aos demais períodos (p 0,05. O mesmo ocorreu (p > 0,05 com número de contrações uterinas, nível e variabilidade da linha de base e número de acelerações da frequência cardíaca fetal. CONCLUSÃO: O uso de 1,8 ml de lidocaína 2% associado à adrenalina mostrou-se seguro e eficaz em procedimento odontológico restaurador durante a gestação de mulheres com cardiopatia valvar reumática.FUNDAMENTO: Los efectos de la anestesia local en odontología con lidocaína y epinefrina, sobre los parámetros cardiovasculares de gestantes portadoras de valvulopatías y sus conceptos, no son claros. OBJETIVO: Evaluar y analizar parámetros de la cardiotocografía, de la presión arterial y electrocardiográficos de la gestante portadora de enfermedad valvular reumática, al someterse a anestesia local con 1,8 ml de lidocaína 2% sin vasoconstrictor y con epinefrina 1:100.000, durante procedimiento odontológico restaurador. MÉTODOS: Realizamos monitoreo ambulatorio de la presión arterial

  10. Fatores associados a anemia por deficiência de ferro em crianças pré-escolares brasileiras Factors associated with iron deficiency anemia in Brazilian preschool children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos A. N. de Almeida

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar fatores determinantes de anemia e deficiência de ferro em crianças de duas creches da cidade de Pontal, sudeste do Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal foi realizado avaliando-se 192 crianças com idades entre 12 e 72 meses. Dados pessoais (idade, sexo, uso de ferro medicamentoso, duração do aleitamento materno, tipo de parto, cuidados pré-natais, peso e estatura e dados socioeconômicos (número de co-habitantes, escolaridade dos pais e renda per capita familiar foram obtidos e correlacionados com hemoglobina, receptores de transferrina, ferritina e anemia ferropriva. RESULTADOS: A idade foi a variável mais afetada pelo estado nutricional de ferro, correlacionando-se com maiores valores de hemoglobina e ferritina e menores valores de receptor de transferrina, sendo que menos anemia ferropriva foi detectada quanto maior a idade. As outras variáveis estudadas não apresentaram correlação com o estado nutricional de ferro. CONCLUSÃO: Os dados sugerem que as estratégias de controle para essa população de crianças pré-escolares devem ser direcionadas especialmente para aquelas de menor idade.OBJECTIVE: To examine the determining factors of anemia and iron deficiency in children attending two day care centers in the town of Pontal, southeast of Brazil. METHODS: Cross-sectional study was conducted in 192 children aged 12 to 72 months. Personal data (age, sex, use of medicinal iron supplements, duration of breast-feeding, type of delivery, prenatal care, weight, and height, and socioeconomic data (number of co-inhabitants, parental schooling, and per capita family income were obtained and evaluated together with hemoglobin, serum transferrin receptor, ferritin, and iron deficiency anemia. RESULTS: Age was the variable that most affected iron nutritional status, with higher hemoglobin values, lower transferrin receptor concentrations, higher ferritin values and lower iron deficiency anemia being detected with increasing

  11. Fatores maternos associados ao peso fetal estimado pela ultra-sonografia Maternal factors associated with fetal weight estimated by ultrasonography

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Suely de Oliveira Melo

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o efeito de variáveis maternas, socioeconômicas e obstétricas, assim como a presença de incisuras na 20ª e na 24ª semana, sobre o peso fetal estimado no final da gravidez (36ª semana em gestantes atendidas pelo Programa Saúde da Família em uma cidade do interior do Nordeste do Brasil. MÉTODOS: estudo longitudinal incluindo 137 gestantes. As gestantes foram acompanhadas a cada quatro semanas para aferição das condições clínicas, socioeconômicas e obstétricas, incluindo o peso materno. As artérias uterinas foram avaliadas pelo Doppler na 20ª e 24ª semana, o peso fetal e o índice de líquido amniótico (ILA foram determinados na 36ª semana. O estado nutricional materno inicial foi determinado pelo índice de massa corpórea (IMC, classificando-se as gestantes como com baixo peso, eutróficas, com sobrepeso e obesas. O ganho ponderal durante a gestação foi avaliado de acordo com o estado nutricional inicial, sendo ao final do segundo e terceiro trimestre classificado em ganho ponderal insuficiente, adequado e excessivo. Foi realizada análise de variância para avaliar a associação do peso fetal estimado na 36ª semana com as variáveis preditoras, ajustada por regressão linear múltipla. RESULTADOS: observou-se associação entre peso fetal estimado na 36ª semana e idade da mãe (p=0,02, trabalho materno (p=0,02, estado nutricional inicial (p=0,04, ganho ponderal no segundo trimestre (p=0,01, presença de incisuras nas artérias uterinas (p=0,02 e ILA (p=0,007. Os principais fatores associados ao peso fetal estimado na 36ª semana, após a análise de regressão múltipla, foram: IMC no início da gravidez, ganho ponderal no segundo trimestre, ILA e tabagismo. CONCLUSÕES: o peso fetal no presente estudo associou-se positivamente ao estado nutricional materno inicial, ao ganho ponderal no segundo trimestre, ao volume do líquido amniótico e negativamente ao hábito de tabagismo.PURPOSE: to evaluate the

  12. Triagem neonatal: o conhecimento materno em uma maternidade no interior do Paraná, Brasil El cribado neonatal: conocimiento del madres en un maternidad en el interior del Paraná, Brasil Neonatal screening: mother knowledge in a maternity inside the Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabella Schroeder Abreu

    2011-09-01

    Full Text Available Estudo transversal, quantitativo, realizado no Alojamento Conjunto de um hospital de médio porte, no interior do Paraná do qual fizeram parte 40 puérperas maiores de 18 anos. Teve como objetivo analisar o conhecimento desta população sobre a finalidade e importância da realização do "teste do pezinho" e caracterizá-la sócio-demograficamente. Os dados foram coletados em maio e junho de 2010, através de um questionário semi-estruturado elaborado e aplicado pelos próprios pesquisadores. A finalidade da triagem neonatal era conhecida por 65% (n=26 das participantes, observando-se que a maioria conhecia a finalidade e sabia sobre a importância da realização do "teste do pezinho", fato este que denota a importância das orientações que devem ser dispensadas a estas mães sobre o referido assunto, mesmo antes do nascimento do bebê, com enfoque ainda no pré-natal, destacando-se a importância do papel do enfermeiro neste contexto.Estudio transversal, cuantitativo, celebrada en alojamiento conjunto de un hospital en el interior de Paraná, Brasil, con 40 madres de más de 18 años. Tuvo como objetivo examinar el conocimiento das madres sobre el propósito y la importancia de completar la "prueba de Guthrie" y caracteriza su socio-demográficamente. Los datos se recolectaron en mayo y junio de 2010 a través de un cuestionario, desarrollado e implementado por los investigadores. El objetivo del cribado neonatal era conocido por el 65% (n = 26 de los participantes, la mayoría sabía que el propósito y la importancia de completar la "prueba de Guthrie", que demuestra la importancia de las directrices que debe ser puesto a las madres sobre el tema, antes del nacimiento del bebé, enfocado en la atención prenatal, haciendo hincapié en la importancia del papel de las enfermeras en este contexto.This is a cross-sectional quantitative study quantitative held in the rooming area of a medium-sized hospital in the hinterlands of Paran

  13. Estilo de vida materno e aspectos nutricionais do pré-escolar

    OpenAIRE

    Érica Bezerra Nobre

    2016-01-01

    INTRODUÇÃO: Muitos dos comportamentos de saúde envolvidos no aparecimento das doenças crônicas não comunicáveis são originados na infância sob influência dos pais. A mãe é a pessoa mais envolvida na educação e nos cuidados de saúde da criança. O estilo de vida (EdV) é um determinante social da saúde. Nunca se compreendeu características de EdV materno associadas com aspectos da nutrição infantil. OBJETIVO: Verificar a associação dos EdV materno comportamental e não comportamental com aspectos...

  14. Currículo en el nivel preescolar costarricense: El Ciclo Materno Infantil (CMI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lucía Chaves-Álvarez

    2009-12-01

    Full Text Available Recibido 20 de abril de 2009 • Aprobado 14 de setiembre de 2009 • Corregido 15 de octubre de 2009     Este artículo aborda la conceptuación y la descripción del Ciclo Materno Infantil como parte del nivel de preescolar del sistema educativo formal costarricense. Con el propósito de tener una visión más amplia de este Ciclo, se hace un repaso por el concepto de currículo, así como de los elementos que lo conforman, y, luego, se detallan específicamente los aspectos relacionados con el currículo de preescolar costarricense del Ciclo Materno Infantil, tomando como punto de partida el Programa de Estudio que se elaboró para atender este Ciclo en el sistema educativo de Costa Rica.

  15. Hígado graso agudo del embarazo: tres primeros casos en el Hospital Materno Infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariel I. Ruiz Parra

    1986-01-01

    Full Text Available We present three cases of acute fatty liver during pregnancy studied at the Hospital Materno Infantil of Bogotá; clinical laboratory and pathological results are discussed and knowledge and hypothesis about the disease entity are resumend, emphasiying the need to consider this diagnostic option when studying icteric patients during the third pregnancy trimester since instauration of support mea sures could contribute to a better prognosis.

  16. [Materno-fetal infection by Chlamydia psittaci transmitted by the goat: a new zoonosis?].

    Science.gov (United States)

    Berthier, M; Bonneau, D; Marechaud, M; Oriot, D; Deshayes, M; Levillain, P; Magnin, G

    1991-01-01

    A case report is given of spontaneous abortion at 32 weeks brought about by Chlamydia psittaci following contact with a herd of goats. Severe symptoms were observed post-natally in this woman. Nine cases of materno-foetal infection with this pathogen are known, however, the source of infection is usually ewes suffering abortive chlamydiosis. Goats may also be infected, but caprine origin for the disease in pregnant women has not been reported previously.

  17. Influência do internamento materno prolongado nos resultados maternos e perinatais de duas séries de pacientes com placenta prévia Influence of prolonged maternal stay in maternal and perinatal outcomes of two series of patients with placenta previa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Alencar Júnior

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar os resultados maternos e perinatais de pacientes portadoras de placenta prévia, após adoção do internamento materno prolongado, com os de uma série histórica ocorrida em 1991. MÉTODOS: Estudo retrospectivo comparando 108 casos da doença - em pacientes hospitalizadas em uma instituição de ensino do estado do Ceará, nordeste do Brasil, no período de primeiro de janeiro de 2006 a 31 de dezembro de 2010 - com 101 casos ocorridos em 1991, na mesma instituição. Os seguintes dados maternos e perinatais foram coletados: idade materna, paridade, idade gestacional no momento do parto, via de parto, tempo de internamento materno, escores de Apgar ao primeiro e quinto minutos, peso ao nascimento, adequação do peso ao nascer, tempo de hospitalização neonatal, morbidade materna e neonatal e mortalidades (materna, fetal, neonatal e perinatal. As variáveis categóricas foram analisadas utilizando-se os testes do χ² de associação e exato de Fischer. Os resultados foram considerados significativos quando pPURPOSE: To compare the maternal and perinatal outcomes of patients with placenta previa, after the adoption of a prolonged maternal hospital stay, to those of a 1991 series. METHODS: We performed a retrospective study comparing 108 cases of placenta previa hospitalized in the Maternity School Assis Chateaubriand, Universidade Federal do Ceará, during the period from 01/01/2006 to 12/31/2010, with those obtained in 1991, when 101 cases of the pathology were observed at our institution. The following maternal and perinatal data were collected: maternal age, parity, gestational age at delivery, mode of delivery, maternal stay length, Apgar scores at the 1st and 5th minutes, birth weight, adequacy of birth weight, neonatal length stay, maternal and neonatal morbidity and mortality rates (maternal, fetal, neonatal and perinatal. Statistical analysis was performed using the χ² and Fisher's exact tests. The results were

  18. Educação em saúde de puérperas em alojamento conjunto neonatal: aquisição de conhecimento mediado pelo uso de um jogo educativo La educación en salud de puérperas en alojamiento conjunto neonatal: la adquisición de conocimiento por intermedio de un juego educativo Health education of puerperas in neonatal rooming-in: acquisition of knowledge mediated by the use of an educational game

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Mara Monti Fonseca

    2002-04-01

    Full Text Available O estudo objetiva verificar a aquisição de conhecimento nas atividades de educação em saúde, mediada pela utilização de um jogo educativo sobre aleitamento materno e cuidados básicos com o recém-nascido, em alojamento conjunto. Estudo realizado em uma maternidade filantrópica de Ribeirão Preto-SP. Atividades educativas foram realizadas em grupo, coordenadas pela enfermeira, utilizando jogo de tabuleiro. Por meio de entrevista estruturada, orientada por um roteiro pré e pós-jogo, verificamos a aquisição de conhecimento, classificando as respostas em insuficiente (0-4, regular (5-9, bom (10-14 e ótimo (15-20. Do conhecimento prévio das mães, 16,7% de respostas foram ótimas, aumentando para 77,8% após participação da atividade educativa. Concluímos que o jogo constituiu estratégia adequada para facilitar troca de experiências entre puérperas e o desenvolvimento da educação em saúde por meio de atividades lúdico-pedagógicas.El estudio pretende verificar la adquisición de conocimiento en las actividades de educación en salud intermediadas por el uso de un juego educativo sobre lactancia materna y cuidados básicos con el recién nacido, en un alojamiento conjunto. El estudio se realizó en una maternidad filantrópica de Ribeirão Preto-SP. Las actividades educativas fueron realizadas en grupo, coordinadas por la enfermera, usando el juego en el tablero. A través de entrevista estructurada con una guía antes y después de-juego, verificamos la adquisición de conocimiento, clasificando las respuestas en insuficiente (0-4, regular (5-9, bueno (10-14 y excelente (15-20. 16,7% de respuestas fueron excelentes, aumentando para el 77,8% después de la participación en la actividad educativa. Concluimos que el juego constituyó una estrategia apropiada para facilitar el cambio de experiencias entre las puérperas y el desarrollo de la educación en salud a través de actividades lúdico-pedagógicas.The study aims at

  19. Trabajo y salud de las docentes de la Universidad Nacional de Córdoba: uso de medicamentos/sustancias lícitas y plan materno infantil Trabalho e saúde das docentes da Universidade Nacional de Córdoba: uso de medicamentos/substâncias lícitas e plano materno infantil Work and health of the Cordoba National University teachers: medicaments/legal drugs use and infantile-maternal plan

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Susana Giacone

    2004-04-01

    Full Text Available Este trabajo tuvo como objetivo investigar condiciones de existencia, proceso de trabajo y salud y consumo de medicamentos de docentes universitarias en edad reproductiva. Además, intentó conocer uso, opiniones y sugerencias de usuarias del Plan Materno Infantil de la Obra Social Universitaria. El estudio se encaminó desde la perspectiva teórico-metodológica del materialismo histórico y dialéctico, se delineó como investigación social desarrollada a través de un estudio de campo descriptivo-correlativo e estratégico en una muestra total de 50 personas. Los resultados indican presencia de condiciones de existencia y trabajo deterioradas, afectando el perfil de salud de las docentes y el consumo de medicamentos. Alto porcentaje de las entrevistadas consideró el Plan Materno Infantil muy bueno o bueno y enfatizó la necesidad de mejor información a cerca de ella.Este trabalho teve como objetivo investigar condições de existência, processo de trabalho e saúde e consumo de medicamentos de docentes universitárias em idade reprodutiva. Além disso, buscou conhecer uso, opiniões e sugestões de usuárias do Plano Materno Infantil da Obra Social Universitária. O estudo encaminhou-se pela perspectiva teórico-metodológica do materialismo histórico e dialético, delineou-se como investigação social desenvolvida por um estudo de campo descritivo-correlativo e estratégico, em uma mostra total de 50 pessoas. Os resultados indicam presença de condições de existência e trabalho deterioradas, afetando o perfil de saúde das docentes e o consumo de medicamentos. Alta porcentagem das entrevistadas considerou o Plano Materno Infantil bom ou muito bom e enfatizou a necessidade de melhor informação sobre ele.This study aimed to investigate university teachers in reproductive age' life conditions, work and health process and medicaments use. Beside, aimed research the use, opinions and suggestions of Infantile-Maternal Plan of the

  20. Perfil sociodemográfico, epidemiológico e comportamental de mulheres infectadas pelo HTLV-1 em Salvador-Bahia, uma área endêmica para o HTLV Sociodemographic, epidemiological and behavioral profile of women infected with HTLV-1 in Salvador, Bahia, an endemic area for HTLV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivanoska Moxoto

    2007-02-01

    Full Text Available O objetivo foi descrever as características sociodemográficas, epidemiológicas e comportamentais de mulheres infectadas (64 e não infectadas (66 pelo HTLV-1 em Salvador, Bahia. O diagnóstico sorológico foi obtido por ELISA, WB e Imunofluorescência. Dados epidemiológicos e sociodemográficos foram coletados utilizando questionário padronizado. O Qui-quadrado ou teste de Fisher foi usado para dados categóricos e ANOVA ou Kruskall Wallis (3 grupos e teste T ou Mann Whitney (2 grupos para os dados contínuos. As variáveis associadas foram ajustadas por regressão logística. Mais da metade (57,8% das mulheres soropositivas eram assintomáticas. As sintomáticas (com PET/MAH tinham menor escolaridade. A comparação entre mulheres soropositivas e soronegativas mostrou que a hemotransfusão, a prática de sexo anal, coitarca antes dos 18 anos e ter mais de 3 parceiros sexuais na vida foram fatores de risco para infecção pelo HTLV-1. A prevenção da transmissão sexual e vertical (aleitamento materno deve ser reforçada e triagem no pré-natal mandatória.The objective was to describe the sociodemographic, epidemiological and behavioral characteristics of women infected with HTLV-1 (64 and uninfected women (66 in Salvador, Bahia. The serological diagnosis was obtained via Elisa, Western Blot and Immunofluorescence. Epidemiological and sociodemographic data were collected using a standardized questionnaire. The chi-squared or Fisher test was used for categorical data and ANOVA or Kruskal-Wallis (3 groups and the T-test or Mann-Whitney (2 groups were used for continuous data. Associated variables were adjusted using logistic regression. More than half (57.8% of the seropositive women were asymptomatic. The symptomatic women (with HAM/TSP had fewer years of education. Comparison between seronegative and seropositive women showed that blood transfusion, anal sex practices, first sexual intercourse before the age of 18 years and three or more

  1. Associação de probióticos adicionados à dieta de leitões no aleitamento e na creche: índices zootécnicos e economicidade

    OpenAIRE

    Afonso,Esther Ramalho; Parazzi,Larissa José; Marino,Carolina Tobias; Martins,Simone Maria Massami Kitamura; Silva,Claudia Cassimira; Gameiro,Augusto Hauber; Moretti,Aníbal de Sant'Anna

    2013-01-01

    O experimento foi realizado com o objetivo de investigar efeitos zootécnicos e econômicos da associação de probióticos adicionados à dieta de leitões no aleitamento e na creche. Foram utilizados 144 leitões do nascimento até os 62 dias de idade. No aleitamento o delineamento foi inteiramente casualizado com dois tratamentos: Controle e Probiótico A. Na creche, foram blocos casualizados com arranjo fatorial de tratamentos 2x3: Probiótico A e Probiótico B; Controle e Probiótico B; Probiótico A ...

  2. Relação clínica entre hábitos de sucção, má oclusão, aleitamento e grau de informação prévia das mães Clinical relationship among suction oral habits, malocclusion, infant feeding and mother's previous knowledge

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Feu Rosa Kroeff de Souza

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: este estudo avaliou a relação clínica entre a forma de aleitamento da criança, orientação prévia das mães sobre amamentação natural, instalação de hábitos de sucção não-nutritivos e a presença de más oclusões. METODOLOGIA: foram examinadas 79 crianças (39 com hábitos de sucção e 40 sem hábitos de sucção, de ambos os gêneros, entre 2 e 5 anos, com a dentadura decídua completa e sem perda de tecido dentário interproximal, selecionadas de maneira randomizada, que participavam do Projeto de Bebês da Universidade Federal do Espírito Santo. Apenas um examinador (Kappa intra-examinador: 0,96 avaliou as características faciais e oclusais das crianças, no sentido ântero-posterior, transversal e vertical. As mães foram instruídas a responderem um questionário sobre o desenvolvimento da criança e o grau de orientação prévia que receberam sobre amamentação natural, hábitos, más oclusões e respiração bucal. Foram empregados os testes estatísticos qui-quadrado, teste exato de Fischer, t de Student e Odds Ratio. RESULTADOS: os resultados mostraram que: 1 existe uma relação estatisticamente significante entre o prolongamento do aleitamento materno e a redução da instalação de hábitos de sucção (pAIM: the proposal of this study was to associate infant feeding methods, mother’s previous knowledge about breast-feeding, installation of oral habits and presence of malocclusions. METHODS: 79 children (39 with suction habits and 40 without habits, both genres, from ages between 2 and 5 years old, with complete health deciduous dentition were randomizedly selected from the ones attended at Baby’s Clinic, in Federal University of Espírito Santo. Only one examiner (Kappa intra-examiner= 0.96 evaluated facial characteristics and the occlusion at transversal, antero-posterior and vertical relation. Each mother was oriented to answer a questionnaire concerning child’s development and the degree of

  3. CARACTERIZAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL E PRESENÇA DE ANEMIA EM PRÉ-ESCOLARES DE MATÃO - S.P.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    V. R. GUANDALINI

    2009-03-01

    Full Text Available

    A avaliação do estado nutricional é uma das maneiras de indentificar as carências nutricionais, seja, de macronutrientes como a desnutrição protéicocalórica, ou de micronutrientes, como a anemia ferropriva, e que reconhecidamente são problemas de saúde pública mundial. No Brasil, diversos estudos tem demonstrado a extensão e gravidade destes problemas, recomendando medidas urgentes para a sua prevenção e controle. Programas de distribuição de alimentos, de aleitamento materno, de distribuição de leite, de alimentação nas creches, têm sido implantados procurando oferecer uma nutrição adequada à todas as crianças. O objetivo do presente trabalho foi caracterizar pela antropometria e eritrograma sangüíneo, o estado nutricional de crianças em idade pré-escolar atendidas em uma creche municipal da cidade de Matão, no estado de São Paulo. Foram examinadas 47 crianças da instituição e obtidos dados de peso e altura, para avaliar o seu desenvolvimento físico. O sangue foi colhido para o estudo do eritrograma, incluindo resultados sobre a amplitude de distribuição de hemácias e a contagem de reticulócitos. Os valores de peso e altura das crianças foram classificados pelo escore Z, apresentando 3 crianças com valores antropométricos ≤ -2 escore Z, portanto, quadro de desnutrição protéico-calórica e 3 apresentaram valores compatíveis com obesidade (Z ≥ +2. Apresentaram –se em risco de desnutrição protéicocalórica, com um escore Z entre –2 e –1, 12 crianças e em risco de obesidade com um escore Z entre +1 e +2, 4 crianças. Todos os dados hematológicos absolutos ou seus índices mostraram valores considerados normais para o grupo et

  4. Avaliação do estado nutricional e do desenvolvimento neuropsicomotor em crianças freqüentadoras de creche Nutritional status and neurodevelopment of children enrolled in a day care center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Terezinha Soares Biscegli

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e o desenvolvimento neuropsicomotor em crianças freqüentadoras de uma creche. MÉTODOS: Estudo transversal de 113 crianças com seis a 70 meses de idade, que freqüentavam a creche Irmã Sheila em Catanduva, São Paulo. A avaliação nutricional foi feita por antropometria e analisada pela classificação de Waterlow e a avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor pelo Teste de Denver II, em todas as crianças incluídas no estudo. Dados adicionais foram obtidos por meio de um questionário respondido pelos pais em 70% dos casos. RESULTADOS: Entre as crianças estudadas, observou-se 12% de desnutrição aguda, 1% de desnutrição pregressa e 16% de obesidade. O Teste de Denver II detectou 37% de suspeitos de atraso no desenvolvimento, sendo a linguagem a área mais acometida. A faixa etária mais comprometida foi a de 25 a 60 meses. O questionário mostrou que 87% das crianças receberam aleitamento materno (57% até o sexto mês, 96% das mães trabalhavam fora de casa, 54% delas possuíam ensino médio completo e 73% das famílias tinham renda máxima de dois salários-mínimos. CONCLUSÕES: A alta prevalência de distúrbios nutricionais e possíveis atrasos no desenvolvimento observados em crianças da creche Irmã Sheila mostraram a necessidade de introduzir dietas balanceadas, incentivando o desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis, além de alertar para a questão da interferência negativa dos fatores socioeconômicos e culturais no crescimento e desenvolvimento infantil.OBJECTIVE: Evaluate the nutritional status and neurodevelopment of children enrolled in a day care center. METHODS: This cross-sectional study enrolled 113 children aged six to 70 months, assisted in a nonprofit day care center in Catanduva, São Paulo. All children were submitted to evaluation of the nutritional status by anthropometry and classified according to Waterlow criteria. Child development was assessed

  5. Fatores de risco associados ao desmame em crianças até seis meses de idade no município de São Paulo Factores de riesgo asociados al destete en niños hasta seis meses de edad en el municipio de São Paulo Risk factors associated to weaning from breastfeeding until six months of age in São Paulo city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cléa Rodrigues Leone

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco associados à ausência de aleitamento materno exclusivo (AME em crianças OBJETIVO: Evaluar los factores de riesgo asociados a la ausencia de lactancia materna exclusiva (LME en niños con OBJECTIVE: To evaluate risk factors associated to interruption of exclusive breastfeeding among children <6 months of age in São Paulo city in 2008. METHODS: A special questionnaire (Breastfeeding and Cities Project-1998 was applied to the parents/guardians of children <6 months of age during the National Poliomyelitis Campaign. Sample calculation used a two stage cluster sampling procedure. The following groups were compared: I (children exclusively breastfed; II (children without exclusive breastfeeding. Factors analyzed: mother's age and schooling, infant birth weight, gender, type of delivery, being born in a Baby-Friendly Hospital, presence of early breastfeeding, use of pacifier in the last 24 hours, and mother working outside home. Statistical analysis included binary logistic regression by SPSS 15.0, being significant p<0.05. RESULTS: 724 interviews were performed with 275 (39.1% children in Group I and 429 (60.9% in Group II. Differences between groups were found on: use of pacifier in the last 24 hours (GI 32.3 vs. GII59.8%; p<0.0001, mothers working outside home (GI 12.4 vs. GII 24.8%; p=0.0002 and child's age(GI 74.1±45.3 vs. GII105.8±49.5 days; p<0.0001. Multivariate analysis showed significant association of non-exclusive breastfeeding in this sample with use of pacifier in the last 24 hours (OR 3.02; 95%CI 2.10-4.36; mother working outside home (OR 2.11; 95%CI 1.24-3.57, and child's age (OR 1.01, 95%CI 1.01-1.02. CONCLUSIONS: In this population under six months of age, the use of pacifier in the last 24 hours was associated with not being exclusively breastfed, as well as mother work outside home and child's age. These are important factors to consider in breastfeeding promotion programs.

  6. A prática da enfermagem na atenção à saúde da criança em unidade básica de saúde La práctica de enfermería en la atención a la salud del niño en unidad básica de salud Nursing practice in children healthcare at a basic health unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glória Lúcia Alves Figueiredo

    2003-08-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo identificar as ações de enfermagem no acompanhamento do crescimento e desenvolvimento de crianças menores de cinco anos de idade, usuárias de duas Unidades Básicas de Saúde de Franca-SP. O estudo empírico foi baseado em observação, através de videogravação, das atividades de enfermagem nos setores de vacinação, pré-consulta, pós-consulta e coleta para o teste do "pezinho". Depreendemos que as ações básicas de acompanhamento do crescimento e desenvolvimento, de estímulo ao aleitamento materno, orientações alimentares, vacinação, prevenção de doenças prevalentes estão permeando a assistência de enfermagem, embora de forma fragmentada na comunicação e vínculo com a clientela.Este estudio tiene como objetivo identificar las acciones de enfermería en el acompañamiento del crecimiento y desarrollo de niños menores de cinco años de edad, usuarios de dos unidades básicas de salud de Franca-SP. El estudio empírico fue basado en la observación, a través de video grabación de las actividades de enfermería en los sectores de vacunas, preconsulta, post consulta y test para detección de Hipotireoidismo Congénito y Fenilcetonuria. Verificamos que las acciones básicas de acompañamiento de crecimiento y desarrollo, del estímulo a la lactancia materna, orientaciones alimentares, vacunas, prevención de enfermedades prevalentes están permeando la atención de enfermería, aunque de forma fragmentada en la comunicación y vínculo con la clientela.This study aimed at identifying nursing actions in the follow-up of growth and development of children under five years old who were assisted at two Basic Health Units in Franca, Brazil. The empirical study was based on observation of nursing activities in the vaccination, pre-consultation, post-consultation and newborn screening test collection sectors, using video recording. We concluded that basic follow-up actions concerning growth and

  7. Fatores de risco, aspectos clínicos e laboratoriais da asma em crianças Risk factors, clinical and laboratory aspects of asthma in children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Líllian S.L. Moraes

    2001-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os aspectos clínicos, laboratoriais, e os fatores de risco associados à asma em crianças atendidas no Ambulatório de Pediatria, do Hospital Universitário Júlio Müller. Método: estudo de caso-controle, incluindo 59 crianças asmáticas (casos e 104 não-asmáticas (controles. Os seguintes fatores foram considerados para análise de risco: escolaridade dos pais, exposição aos alérgenos domiciliares, tabagismo passivo, aleitamento materno, renda e antecedentes familiares alérgicos. Foram coletadas amostras de sangue para hemograma e dosagem de IgE total e específica para alérgenos. Realizou-se teste cutâneo de hipersensibilidade imediata pelo método de puntura para os seguintes alérgenos: ácaros, animais, fungos e baratas com controles positivo (histamina e negativo (solução fisiológica.Um modelo de regressão logística foi usado para calcular odds ratio (OR e intervalo de confiança (IC 95% ajustado para outros fatores de risco e confundidores. RESULTADOS: dentre os fatores de risco estudados, sexo, baixa escolaridade, baixa renda, tempo de aleitamento materno e tabagismo passivo não estiveram associados à ocorrência de asma. A exposição aos alérgenos foi semelhante nos dois grupos, a não ser pela maior freqüência de animais nos domicílios dos controles (c²=16,9; P OBJECTIVE: to evaluate the clinical and laboratory aspects and the risk factors associated with asthma in children treated at the Pediatric Outpatient Clinic of Hospital Universitário Júlio Müller. METHODS: A case-control study including 59 asthmatic children (cases and 104 nonasthmatic children (controls. The following factors were considered for risk analysis: parents' level of education, domestic exposure to allergens, passive smoking, breast feeding, low income, and family history of allergy. Samples of blood were collected for hemogram and to determine the total serum IgE as well as the one specific to allergens. Immediate

  8. Relações entre a saúde mental da gestante e o apego materno-fetal Relations between pregnant women's mental health and maternal-fetal attachment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Alvarenga

    2012-12-01

    Full Text Available O estudo investigou as relações entre variáveis sociodemográficas, saúde mental da gestante e o apego materno-fetal no terceiro trimestre de gestação. Participaram do estudo 261 gestantes selecionadas através de amostragem por acessibilidade em quatro maternidades públicas. As gestantes responderam individualmente uma ficha de dados sociodemográficos, a Escala de Apego Materno-Fetal e o SRQ-20. A análise de regressão revelou que o número de filhos (4% e a saúde mental materna (4,2% explicaram parte da variância no apego materno-fetal. A escolaridade da mãe e do pai não esteve associada a essa variável. O modelo de regressão múltipla considerando os quatro fatores analisados, explicou 8,2% da variância nos escores de apego materno-fetal. Discutem-se as implicações dessas variáveis na formação do vínculo da mãe com o bebê durante a gestação.This study investigated the relations among sociodemographic variables, pregnant women mental health, and maternal-fetal attachment in the third trimester of pregnancy. Participants were 261 pregnant women recruited from public maternity wards using a convenience sampling technique. Each pregnant woman completed a sociodemographic data form, the Maternal-Fetal Attachment Scale, and the SRQ-20. Regression analysis revealed that the number of children (4% and mothers' mental health (4.2% accounted for part of the variance in maternal-fetal attachment scores. Father's and mother's schooling was not associated with this variable. Taking the four analyzed factors into account, a multiple regression model accounted for 8.2% of the variance in the maternal-fetal attachment scores. The implications of these variables for mother-infant bonding during pregnancy are discussed.

  9. Factores nutricionales maternos y el bajo peso al nacer en un área de salud

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arley Rey Vilchez

    2013-01-01

    Full Text Available Fundamento: el bajo peso al nacer es multifactorial y se atribuye a causas maternas, fetales y ambientales. Los hábitos alimentarios inadecuados unidos a otros factores nutricionales maternos son determinantes. Objetivo: identificar los factores nutricionales maternos relacionados con el bajo peso al nacer en pacientes del Área I del municipio Cienfuegos. Métodos: se realizó un estudio analítico, retrospectivo, de casos y controles entre enero 2006 y diciembre 2008. Se estudiaron 50 madres de recién nacidos bajo peso (casos y 100 madres de niños normopesos (controles a razón de 2 por cada caso, seleccionadas del registro de nacimientos del área. Se revisaron las historias clínicas obstétricas y se entrevistó a cada paciente para evaluar sus hábitos alimentarios según frecuencia de comidas y grupos de alimentos consumidos. El procesamiento de la información se realizó utilizando el programa estadístico SPSS versión 15,0. Los resultados se presentaron en tablas con frecuencias absolutas, porcentajes y resultados de las técnicas estadísticas empleadas. Resultados: se comportaron como factores de riesgo: la edad materna, el estado nutricional al inicio del embarazo, la ganancia de peso durante la gestación y la hemoglobina del tercer trimestre. Las mujeres con hábitos alimentarios inestables e insuficientes tuvieron 33 veces más probabilidades de tener neonatos bajo peso y las que refirieron dietas no saludables según grupos de alimentos consumidos tuvieron 9 veces más riesgo. Conclusiones: los factores nutricionales maternos influyeron en la incidencia del bajo peso al nacer, fundamentalmente los hábitos alimentarios inadecuados.

  10. Hipertermia materna intraparto: factores de riesgo clínicos, manejo y resultados maternos y perinatales

    OpenAIRE

    Armas Roca, Marta

    2016-01-01

    Programa de doctorado: Patología quirúrgica. Reproducción humana y factores psicológicos y el el proceso de enfermar. La fecha de publicación es la fecha de lectura [ES]Los objetivos del estudio son: Describir las características epidemiológicas de las pacientes con diagnóstico de corioamnionitis y fiebre intraparto. Analizar los factores de riesgo clínicos maternos de las gestantes con fiebre intraparto y corioamnionitis. Valorar si la antibioticoterapia mejora los resultados obstétrico...

  11. Pasado y esperanza de un hospital Instituto Materno Infantil hospital universitario monumento nacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manuel Mercado Pedroza

    2002-07-01

    Full Text Available El Instituto Materno Infantil (IMI ha sido fundamentalmente una casa de educación en la cultura del respeto por la mujer, el recién nacido y la familia, en un país asolado por la muerte es un centro de vida y esperanza de un futuro mejor para todos. Ha sido un hospital comprometido con la misión de atender a la mujer y al binomio madre - recién nacido, especialmente aquellos de escasos recursos. El IMI es un hospital por el Género femenino, para el género humano.

  12. Estilo de crianza materno y el desarrollo emocional en una cuna- jardín Callao-2014

    OpenAIRE

    Vera Condori, Gabi Milagritos

    2015-01-01

    La presente investigación educativa titulada “Estilo de crianza materno y el desarrollo emocional en una cuna-jardín Callao-2014”, siendo el objetivo determinar la asociación que existe entre el estilo de crianza materno y el desarrollo emocional de los niños de 2 años de la Institución Educativa Inicial “Stella Maris”. La metodología de la investigación es de tipo Básica o fundamental ya que sólo busca ampliar y profundizar los conocimientos científicos existentes acerca ...

  13. Alimentação complementar: práticas inadequadas em lactentes Complementary feeding: inappropriate practices in infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Cavalcante Caetano

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as práticas e o consumo alimentar de lactentes saudáveis de três metrópoles do Brasil. MÉTODOS: Por meio de estudo prospectivo, analisaram-se registros alimentares de 7 dias consecutivos de amostra intencional, por cotas e ponderada, das cidades de Curitiba, São Paulo e Recife, de 179 lactentes saudáveis, entre 4 e 12 meses, que não se encontravam em aleitamento materno (AM exclusivo. As mães receberam orientação verbal e escrita, por nutricionista, visando a uniformização da anotação do registro alimentar. Para o cálculo de ingestão, utilizou-se o Programa de Apoio à Nutrição (NutWin. RESULTADOS: A mediana de idade dos lactentes foi de 6,8 meses (4,0-12,6 meses. Observou-se que 50,3% já não recebiam AM. Destes, 12,0 e 6,7% dos menores e maiores de 6 meses, respectivamente, utilizavam fórmulas infantis em substituição ao leite materno. A maioria dos lactentes, portanto, recebia leite de vaca integral. A diluição da fórmula infantil foi correta em apenas 23,8 e 34,7% das crianças menores e maiores de 6 meses, respectivamente. Em relação à alimentação complementar, observou-se que a mediana de idade foi de 4 meses para sua introdução e de 5,5 meses para a alimentação da família. Verificou-se elevada inadequação quantitativa na ingestão de micronutrientes para lactentes de 6 a 12 meses que não recebiam AM, destacando-se as de zinco (75% e ferro (45%. CONCLUSÃO: O presente estudo mostrou elevada frequência de práticas e consumo alimentar inadequados em lactentes muito jovens. É possível que essas práticas levem a aumento no risco de desenvolvimento futuro de doenças crônicas.OBJECTIVE: To assess feeding practices and dietary intake of healthy infants in three Brazilian municipalities. METHODS: By means of a prospective study, we analyzed the food record of 7 consecutive days of an intentional sample (quota and weighted sampling of 179 healthy infants, aged between 4 and 12 months

  14. Capacidade de combinação em milho para resistência a Cercospora zeae-maydis Combining ability in maize for resistance to the Cercospora zeae-maydis

    OpenAIRE

    Marcio José Engelsing; Diane Simon Rozzetto; Jefferson Luís Meirelles Coimbra; Claitson Gustavo Zanin; Altamir Frederico Guidolin

    2011-01-01

    A resistência obtida pelo componente genético é um dos métodos mais eficientes de controle das doenças foliares da cultura do milho. Para avaliar a capacidade geral de combinação (CGC), capacidade específica de combinação (CEC), recíprocos, efeito materno e não-materno para resistência a Cercospora zeae-maydis, cinco linhagens (A, B, C, D e E) foram cruzadas e os vinte híbridos obtidos foram utilizados em experimentos conduzidos em três ambientes. Foram avaliados a severidade da cercosporiose...

  15. Factores maternos y fetales que inducen a un parto por cesárea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelly Laguado

    2011-12-01

    Full Text Available La presente investigación es un estudio de tipo descriptivo y retrospectivo en pacientes gestantes que se practican una cesárea, en el cual se buscó identificar los factores maternos y fetales que inducen a la práctica de esta intervención quirúrgica y la caracterización socioeconómica de estas mujeres. Los investigadores elaboraron un instrumento el cual fue validado mediante prueba de expertos y la muestra estuvo constituida por 93 gestantes que se sometieron a una cesárea. Las edades en la que las mujeres más se realizan una cesárea es entre los 20 y 22 años, el nivel socioeconómico más frecuente es el estrato 2, el factor materno más encontrado es el de cesárea electiva y la evidencia de infección intrauterina (Toxoplasmosis es el factor fetal más encontrado.

  16. A maternidade na história e a história dos cuidados maternos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Maria Sobottka Rolim de Moura

    Full Text Available Neste artigo, discute-se a naturalização de conceitos e práticas relacionadas à maternidade e aos cuidados maternos, associando-se sua construção social às modificações pelas quais a família tem passado, na Europa e no Brasil, a partir das transformações que permitiram a organização dos Estados modernos e acompanharam a instalação da ordem econômica burguesa. Enfoca-se a maneira como o discurso médico colaborou na promoção de novas formas de relação familiar pelo favorecimento de características específicas para o papel materno, destacando-se a participação tanto da Medicina quanto da Psicologia na instituição das novas configurações que os processos de subjetivação têm assumido na atualidade.

  17. Atención neonatal y materno con enfoque de riesgo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruiz de Cárdenas Carmen Helena

    1991-12-01

    Full Text Available

    En los últimos años el enfoque de la atención en salud ha estado orientado hacia la atención primaria ejercida dentro de una comunidad determinada y vinculada a los organismos de nivel primario. Este enfoque que de por sí es una estrategia muy importante para el progreso de las comunidades, no ha permitido el desarrollo de acciones desde los niveles de atención secundaria y terciaria hacia la comunidad y los organismos de primer nivel. En el presente trabajo se pretende desarrollar un programa docente asistencial coordinado por una enfermera, con la participación de las facultades de Enfermería y Medicina de la Universidad Nacional y el Instituto Materno Infantil e implementar algunas estrategias de atención primaria con la participación de otros profesionales y la coordinación inter- institucional, en un organismo de tercer nivel como es el Instituto Materno Infantil y proyectarlos hacia la comunidad y los centros de salud correspondientes al área de influencia de la institución.

  18. [Materno-fetal infections caused by unusual germs. Apropos of 9 cases].

    Science.gov (United States)

    Rapin, F; Counil, F; Rodière, M; Astruc, J

    1989-05-01

    A retrospective study carried out from January 1981 through August 1988 identified nine cases of materno-fetal infections (Staphylococcus aureus, 1 case; Klebsiella pneumoniae, 3 cases; enterococcus, 3 cases; Hemophilus influenzae, 1 case; and Pneumococcus, 1 case) in six girls and three boys; four premature infants developed respiratory distress requiring mechanical ventilation. In four cases, maternal history found risk factors for infection. All patients developed circulatory failure and one had purulent meningitis. Diagnosis was confirmed upon recovery of the microorganism from a central sample in six cases; in three cases, only the peripheral cultures were positive but diagnosis was supported by the positive maternal history and by clinical findings. Bacterial species were not associated with specific clinical or biological features, but infections due to Hemophilus influenzae, Klebsiella pneumoniae and pneumococcus were particularly severe (two deaths and two infants with neurologic sequelae). In some studies, unusual microorganisms account for 46% of septicemias and 36% of purulent meningitis. Group D streptococci are the most common bacteria in this category and may account for 10% to 15% of early neonatal septicemias. Organism-specific features are analyzed on the basis of data from the literature. Concerning therapy, this epidemiologic aspect of materno-fetal infections complicates the choice of the initial antimicrobial agents; because third-generation cephalosporins are not effective on listeria and group D streptococci, we advocate more widespread use of the ureidopenicillins instead of ampicillin.

  19. Políticas del amor materno, Chile 1927-1937

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Javiera Poblete Vargas

    2015-11-01

    Full Text Available El presente artículo, se ha propuesto determinar la utilidad política y económica que los médicos y las “visitadoras sociales” le confirieron al amor materno en Chile, en el tratamiento del problema del Binomio “Madre y Niño” al interior de sus artículos escritos en cuatro revistas de circulación científica entre 1927 y1937: Servicio Social, Beneficencia, Asistencia Social y Acción Social. Con las herramientas teóricas que le ha proporcionado a la historiografía los estudios culturales, los estudios de género, el análisis crítico del discurso y la filosofía política, analizaremos las fuentes históricas disponibles y buscaremos demostrar que en el proyecto político e ideológico de los profesionales de la salud y del servicio social,  dicha dimensión afectiva, tendrá una utilidad  política y económica, en la medida que logre naturalizar y afianzar en las mujeres del pueblo su rol social/sexual materno para la formación y cuidado de la vida de futuras madres y ciudadanos del país, en medio de un escenario de crisis

  20. Consumo materno de dois compostos bioativos da semente da linhaça sobre parâmetros bioquímicos e hormonais das mães e proles durante a lactação

    OpenAIRE

    Aline Andrade Troina

    2011-01-01

    Avaliamos o efeito do consumo materno de SDG (Diglicosídeo Secoisolariciresinol) e de óleo de Linhaça+SDG sobre parâmetros bioquímicos e hormonais das ratas e das proles machos e fêmeas na lactação. As ratas lactantes foram separadas em: controle (C), ração controle cuja proteína foi caseína; (SDG): ração C com 400mg de SDG/Kg de ração; OLSDG: ração C com 400mg de SDG/Kg de ração e 7% de óleo de linhaça. No 14 e 20 dias de lactação as ratas foram ordenhadas e no 21 dia foram sacrificada...

  1. Concentração de alfa-tocoferol no soro e colostro materno de adolescentes e adultas Levels of alpha-tocopherol in maternal serum and colostrum of adolescents and adults

    OpenAIRE

    Roberto Dimenstein; Jeane Franco Pires; Lígia Rejane Siqueira Garcia; Larissa Queiroz de Lira

    2010-01-01

    OBJETIVOS: avaliar a concentração de alfa-tocoferol no soro e colostro materno de puérperas adolescentes e adultas e verificar a adequação nutricional de vitamina E do colostro oferecido ao lactente. MÉTODOS: participaram do estudo 72 puérperas, sendo 25 adolescentes e 47 adultas. Foram coletados 5 mL de sangue e 2 mL de colostro em condição de jejum para análise dos níveis de alfa-tocoferol. As amostras foram analisadas por cromatografia líquida de alta eficiência. A adequação nutricional do...

  2. Qualidade de vida de crianças e adolescentes asmáticos: sua relação com estratégias de enfrentamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gimol Benzaquen Perosa

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida de crianças e adolescentes asmáticos, sua relação com variáveis sociodemográficas e clínicas e estratégias de enfrentamento materno. MÉTODOS: Estudo transversal no qual crianças e adolescentes com asma responderam a um questionário de qualidade de vida, e suas mães a uma escala de enfrentamento. RESULTADOS: Foram estudadas 42 crianças e adolescentes com idades entre 7 e 15 anos, sendo 74% classificados como tendo um quadro de asma persistente moderada/grave, 19% como persistente leve e 7% asma intermitente; 69% dos entrevistados apresentaram prejuízo na qualidade de vida, com escores médios variando de 4,7 a 3,5 e maior prejuízo no domínio sintomas (escore=3,6. Houve associação significativa entre escolaridade materna e índice geral de qualidade de vida, mas não entre gravidade da asma e tipo de enfrentamento materno. Grande parte das estratégias utilizadas pelas mães para enfrentar as crises do filho estava direcionada ao manejo de estressores ou práticas religiosas, estas com correlação negativa com o índice geral de qualidade de vida da criança, sinalizando que mães cujos filhos tinham pior qualidade de vida usavam mais enfrentamentos religiosos. CONCLUSÕES: Crianças asmáticas, especialmente com asma persistente moderada/grave, apresentaram alterações significativas em sua qualidade de vida. A alta porcentagem de uso de estratégias religiosas por parte das mães, especialmente frente a quadros mais graves, parece indicar que elas se sentem impotentes para atuar, necessitando de orientações concretas e factíveis para uma população de baixa renda.

  3. Atividade física durante a gestação e associação com indicadores de saúde materno-infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samuel C Dumith

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados à prática de atividade física durante a gestação e sua relação com indicadores de saúde materno-infantil. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com todos os nascimentos ocorridos em maternidades no município de Rio Grande, RS, durante o ano de 2007 (N = 2.557. As informações foram obtidas por entrevista, por meio de um questionário pré-codificado aplicado às mães. Os desfechos de saúde materno-infantil analisados foram: hospitalização durante a gravidez, parto por cesárea, prematuridade (idade gestacional menor de 37 semanas, baixo peso ao nascer (< 2.500 g e morte fetal. RESULTADOS: Relataram ter praticado atividade física durante a gestação 32,8% (IC95% 31,0;34,6 das mães. Os fatores associados à prática de atividade física na gestação, após ajustes para possíveis confundidores, foram: idade materna (associação inversa, escolaridade (associação direta, ser primigesta, ter feito pré-natal, e ter recebido orientação para a prática de exercícios durante o pré-natal. Mulheres que praticaram atividade física durante a gestação mostraram menor probabilidade de realização de cesariana e de terem filho natimorto. Não houve associação entre atividade física e parto prematuro, hospitalização e baixo peso ao nascer. CONCLUSÕES: Apenas um terço das mães relatou ter praticado atividade física durante a gestação. Esse comportamento foi mais frequente entre mulheres mais jovens, com maior escolaridade e que receberam orientação. Mulheres que praticaram atividade física durante a gestação realizaram menos cesarianas e tiveram menor ocorrência de natimorto.

  4. Fatores de risco de anemia em lactentes matriculados em creches públicas ou filantrópicas de São Paulo Risk factors for anemia in infants enrolled in public or philanthropic day-care centers in São Paulo city, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tulio Konstantyner

    2007-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar e quantificar os fatores de risco de anemia em lactentes matriculados em creches públicas ou filantrópicas no município de São Paulo e discutir o impacto das ações da creche no controle desta carência nutricional específica. MÉTODO: Estudo seccional compreendendo 212 lactentes de duas creches públicas e três filantrópicas. Foram realizadas entrevistas com as mães, coleta de sangue por punção digital e antropometria. Considerou-se como anemia, hemoglobina inferior a 11g/dL. Foi ajustado um modelo de regressão logística para fatores de risco entre grupos de lactentes com e sem anemia. RESULTADOS: A prevalência de anemia foi de 51,9%. O modelo logístico final foi composto por 4 variáveis: presença de 1 ou mais irmãos menores que 5 anos (Odds Ratio=2,57; p=0,005; estar freqüentando creche de administração exclusivamente pública (Odds Ratio=2,12; p=0,020; uso de aleitamento materno exclusivo inferior a 2 meses (Odds Ratio=1,88; p=0,044, e idade inferior a 15 meses (Odds Ratio=2,32; p=0,006. CONCLUSÃO:Concluiu-se que a alta prevalência de anemia evidencia a ineficiência das creches estudadas para controlar e prevenir esta carência nutricional; portanto, cabe ao planejador de saúde considerar os riscos de anemia identificados e quantificados quando da elaboração de programas de controle e prevenção.OBJECTIVE: To identify and quantify the risk factors for anemia in infants enrolled in public or philanthropic day care centers in São Paulo city and discuss the impact of the actions of day care centers in controlling this specific nutritional deficiency. METHODS: Cross-sectional study comprising 212 infants of two public and three philanthropic day care centers. Interviews with the mothers, collection of blood by digital puncture and anthropometry were performed. Anemia was characterized by hemoglobin levels below 11g/dL. A logistic regression model for risk factors between groups of infants with

  5. Materno-fetal transmission of pregnancy malaria: an immunoparasitological study on 202 parturients in Maputo.

    Science.gov (United States)

    Bergström, S; Fernandes, A; Schwalbach, J; Perez, O; Miyar, R

    1993-01-01

    A total of 202 delivering mothers and their newborns were studied with the intention to follow the materno-fetal transmission of malaria. Malaria infection was encountered in 35 cases (17.3%) in which Plasmodium falciparum predominated in peripheral blood while P. malariae predominated on the placental surface. In cord blood P. falciparum was encountered in 1.5% of the cases. There was slightly more maternal infection in rural (23%) than in suburban areas (19%). Less malaria infection was encountered in primiparas than in multiparas and there was similar antibody response in both mothers and their newborns. Anaemia was encountered in 70% of the mothers and in 93% of the newborns. There was no significant correlation between low birthweight of the newborn and malaria parasitaemia in the mother.

  6. [Ballantyne syndrome caused by materno-fetal Parvovirus B19 infection: about two cases].

    Science.gov (United States)

    Desvignes, F; Bourdel, N; Laurichesse-Delmas, H; Savary, D; Gallot, D

    2011-05-01

    Ballantyne's syndrome also known as Mirror syndrome is the association of fetal hydrops and maternal hydric retention. The maternal condition is often misdiagnosed as preeclampsia. We report two cases of Ballantyne syndrome associated with materno-fetal Parvovirus B19 infection. In the first case, the syndrome occurred at 26GW in a context of premature rupture of membranes. Parents and medical staff opted for termination of pregnancy because of the poor fetal prognosis. Maternal symptoms regressed after delivery. In the second case, the patient presented a Ballantyne's syndrome at 25GW. Intrauterine transfusions reversed symptomatology. Fetal hydrops of any etiology can be associated with this syndrome. Specific treatment of the fetus can avoid maternal complication allowing continuation of the pregnancy. Copyright © 2010 Elsevier Masson SAS. All rights reserved.

  7. Materno-fetal transmission of human coronaviruses: a prospective pilot study.

    Science.gov (United States)

    Gagneur, A; Dirson, E; Audebert, S; Vallet, S; Legrand-Quillien, M C; Laurent, Y; Collet, M; Sizun, J; Oger, E; Payan, C

    2008-09-01

    This prospective pilot study investigates the possibility of materno-fetal transmission of human coronaviruses (HCoV) responsible for cases of neonatal infection. This vertical transmission was studied with 159 samples from mother-child couples: maternal vaginal (MV) and respiratory (MR) samples during labor; and newborn gastric sample (NG) with detection of HCoV (229E, OC-43, NL-63, HKU1) via real time RT PCR. HCoV was detected in 12 samples (229E: 11; HKU1: 1) from seven mother-child couples. For three couples, only MR tested positive (cases 1-3). For two other couples all three samples (MV, MR and NG) tested positive (cases 4 and 5). For case 6, only MV and NG tested positive. In case 7, only MV was positive. Possible vertical transmission of HCoV was hypothesized in this pilot study and requires further investigation on a larger scale.

  8. Déficit estatural nas crianças brasileiras: relação com condições sócio-ambientais e estado nutricional materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elyne M. Engstrom

    Full Text Available O presente estudo investigou a relação entre o déficit estatural (DE de crianças e o estado nutricional (EN de suas mães e suas condições sócio-ambientais, numa amostra probabilística da população brasileira em 1989. Os dados de 12.644 pares mãe-filho foram analisados. Foram consideradas DE as crianças com valor Z de estatura para idade inferior a -2 em relação à curva de crescimento americana (NCHS. O EN das mães foi aferido por meio do índice de massa corporal. As associações entre o EN de mães e filhos e entre estes EN com as variáveis sociais foram avaliadas por regressão logística. Encontraram-se 14,4% das crianças com DE, apresentando associação inversa com escolaridade materna, renda domiciliar per capita e condições de moradia. Crianças cujas mães não sabiam ler e escrever tiveram maior chance de ter DE (OR = 17,2 do que crianças cujas mães cursaram nove ou mais séries. Em relação às crianças de melhor renda e condições de moradia, a odds ratio (OR foi de 11 para as do primeiro quartil de renda e 7,6 para as de domicílios em más condições. Houve maior risco de DE nas crianças com baixo peso materno (OR = 2,5 em relação às com mães com sobrepeso. Os dados indicam associação entre o baixo peso materno e DE nas crianças brasileiras.

  9. Déficit estatural nas crianças brasileiras: relação com condições sócio-ambientais e estado nutricional materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Engstrom Elyne M.

    1999-01-01

    Full Text Available O presente estudo investigou a relação entre o déficit estatural (DE de crianças e o estado nutricional (EN de suas mães e suas condições sócio-ambientais, numa amostra probabilística da população brasileira em 1989. Os dados de 12.644 pares mãe-filho foram analisados. Foram consideradas DE as crianças com valor Z de estatura para idade inferior a -2 em relação à curva de crescimento americana (NCHS. O EN das mães foi aferido por meio do índice de massa corporal. As associações entre o EN de mães e filhos e entre estes EN com as variáveis sociais foram avaliadas por regressão logística. Encontraram-se 14,4% das crianças com DE, apresentando associação inversa com escolaridade materna, renda domiciliar per capita e condições de moradia. Crianças cujas mães não sabiam ler e escrever tiveram maior chance de ter DE (OR = 17,2 do que crianças cujas mães cursaram nove ou mais séries. Em relação às crianças de melhor renda e condições de moradia, a odds ratio (OR foi de 11 para as do primeiro quartil de renda e 7,6 para as de domicílios em más condições. Houve maior risco de DE nas crianças com baixo peso materno (OR = 2,5 em relação às com mães com sobrepeso. Os dados indicam associação entre o baixo peso materno e DE nas crianças brasileiras.

  10. Influence of storage and heating on mother´s milk microbiota Influência do armazenamento e aquecimento na microbiota do leite materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josefa Gardenas Borrell

    2009-03-01

    , Stapholococcus aureus and Bacillus cereus; microbian rates, even when higher than the ones stablished, did not influence the clinical status of the NB; the breast milk collected, transported and stored under the conditions presented in this study can be safely used up to 24 hours after being stored in a refrigerator at 4°C.RACIONAL: Existe consenso que os recém-natos são particularmente propensos a desenvolverem infecções gastrointestinais devido a múltiplos fatores dentre eles a hipóxia. Há facilidade de colonização anormal e destruição de bactérias com absorção de toxinas. OBJETIVO: Identificar micro-organismos no leite materno depois de estocado em refrigerador a 4°C e também depois do aquecimento, e pesquisar se os sinais laboratoriais encontrados teem alguma correlação clínica. MÉTODOS: As amostras coletadas contemplaram as três fases do leite materno. Em 16 casos, colostro foi obtido como amarelado até a segunda semana do nascimento. Em 14 casos o tipo transicional, entre colostro e leite maduro, ocorreu de sete e 15 dias depois do nascimento. Em 14 casos o leite maduro foi obtido também entre sete e 15 dias. Os diversos tipos foram subdivididos de acordo com o período de conservação e de aquecimento. RESULTADOS: Os micro-organismos que não cresceram foram: Salmonella sp, Molds/leavens e Pseudomonas aeruginosa. Foram observados coliformes totais e fecais. Não ocorreu crescimento bacteriano significativo. Cresceram mesófilos aeróbicos, Staphilococcus aureus e Bacillus cereus. Embora com esses crescimentos, não houve repercussão clínica nos recém-nascidos. CONCLUSÕES: Nas condições propostas neste estudo, não houve crescimento significativo de coliformes fecais, Salmonella sp, Molds/leavens e Pseudomonas aeruginosa; os micro-organismos que cresceram mantiveram-se acima no nível de detecção (mesófilos aeróbicos, coliformes totais, Stapholococcus aureus e Bacillus cereus. As taxas de micro-organismos mesmo sendo mais altas que as

  11. Pediatric dentistry during rooming-in care: evaluation of an innovative project for promoting oral health Odontopediatria no alojamento conjunto: avaliação de um projeto inovador em promoção de saúde bucal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanna Pires da Silva Ribeiro de Rezende

    2004-06-01

    ós a implementação do projeto, ou seja, menor ou igual a três meses e maior que três meses, respectivamente. Frente às orientações recebidas (transmissibilidade da cárie dentária, hábitos alimentares, desenvolvimento das arcadas e higiene bucal, a análise de variância não mostrou diferenças estatisticamente significantes entre os dois grupos (p > 0,05, no que diz respeito ao conhecimento e atitudes das mães. As orientações de higiene bucal do bebê, de aleitamento materno exclusivo até seis meses e a restrição na ingestão de açúcar foram as mais lembradas pelas mães. Recomendações referentes à contribuição ao bom desenvolvimento das arcadas e às precauções quanto ao uso de mamadeiras foram menos recordadas. Considerando a saúde bucal do lactente, seria aconselhável que cuidadores sejam orientados nos períodos pré- e neonatal, sendo que a segunda consulta odontológica pós-nascimento deve idealmente ocorrer por volta do quarto mês de vida da criança.

  12. Doppler de arterias uterinas en semana 11 – 13 6/7 como predictor de desenlaces materno - perinatales adversos

    OpenAIRE

    Mejía Pérez, Dauris Lineth; Olaya Trujillo, Diego Alejandro

    2016-01-01

    Este es un estudio de Cohorte prospectiva longitudinal, realizado en una población de mujeres gestantes de bajo riesgo. Se incluyeron pacientes con posibilidad de seguimiento durante 18 meses, se reclutaron entre la semanas 11 a 13 6/7, Se hizo medición de índices de pulsatilidad y resistencia de las arterias uterinas derecha e izquierda. Se determinaron por seguimiento e historia clínica los siguientes desenlaces maternos perinatales: trastornos hipertensivos asociados al e...

  13. Mordida aberta anterior e hábitos orais em crianças Anterior open bite and oral habits in children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Nascimento Lima

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar o número de pré-escolares com mordida aberta anterior e a associação com os hábitos orais. MÉTODOS: O universo do estudo foi formado por 275 pré-escolares, de ambos os gêneros, com idade entre quatro e seis anos, com dentição decídua completa. Este estudo foi desenvolvido em duas etapas: uma triagem para selecionar as crianças que apresentavam mordida aberta anterior e aplicação de questionário sobre aleitamento materno e hábitos orais com pais/responsáveis das 59 crianças, cuja mordida aberta anterior foi detectada. Os dados foram analisados estatisticamente pelo teste de Igualdade de Duas Proporções e o teste Qui-quadrado. RESULTADOS: A porcentagem de crianças com mordida aberta anterior foi de 21,45% (N=59, sem variação significativa quanto ao gênero. Verificou-se que 93,20% (N=55 das crianças foram amamentadas, sendo que 54,5% (N=30 destas o fizeram por um período igual ou maior que seis meses. Constatou-se que a maioria das crianças com mordida aberta anterior apresentou hábitos de sucção como mamadeira, chupeta e dedo, 98,30% (N=58. Foi encontrada maior ocorrência para as crianças que permaneciam com a boca aberta durante a noite e que também faziam uso de mamadeira (90,9%. Dentre os hábitos orais, a associação mais prevalente foi de mamadeira e chupeta, com 49,2%. CONCLUSÃO: Os resultados indicaram presença de mordida aberta anterior, associação do uso de mamadeira e chupeta, relação da mordida aberta anterior e hábitos orais como mamadeira e chupeta, e relação entre crianças que permaneciam com a boca aberta durante a noite e uso de mamadeira.PURPOSE: To verify the number of preschool children with anterior open bite and the association with oral habits. METHODS: The universe of the study was formed by 275 preschool children, both male and female, with ages between four and six years, and complete deciduous dentition. This study was developed in two stages: a screening to

  14. Estresse e estilo parental materno no transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseana Azevedo Bargas

    Full Text Available Este estudo avaliou a influência do estresse e do estilo parental materno sobre o estresse dos filhos avaliados pela instituição onde os dados foram coletados como portadores de TDA/H. Participaram 25 mães e os respectivos filhos, estes com idade média de 9,4 anos. As crianças foram avaliadas pela Escala de Estresse Infantil, e as mães, pelo Inventário de Sintomas de Estresse para Adulto de Lipp e Inventário de Estilos Parentais de Gomide. Os resultados mostraram que esta população apresenta alto nível de estresse (estilo parental classificado como de risco, que a sintomatologia do estresse materno tem relação com o subtipo de TDA/H e que e os sintomas de desatenção são potencializados pelo estresse. Não foi encontrada relação significativa entre estresse materno e infantil.

  15. Determinação pré-natal do sexo fetal por meio da análise de DNA no plasma materno Prenatal fetal gender determination by analysis of DNA from maternal pasma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Eduardo Levi

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar um novo método de determinação do sexo fetal pela análise de DNA obtido do plasma materno. MÉTODOS: sangue periférico (10 mL foi coletado de mulheres grávidas em diferentes idades gestacionais. O plasma foi separado e o DNA isolado do mesmo foi submetido à reação em cadeia da polimerase (PCR com oligonucleotídeos iniciadores derivados do gene DYS14 específico do cromossomo Y. RESULTADOS: foram analisadas amostras de 212 pacientes. O resultado da PCR foi comparado ao sexo determinado pela ultra-sonografia e/ou do nascimento. Houve concordância em 209 das 212 pacientes. Nos 3 casos discordantes a PCR apontou resultado feminino, sendo as três amostras coletadas antes da 8ª semana de gravidez. CONCLUSÃO: o método de PCR desenvolvido para a determinação do sexo fetal possui excelente sensibilidade e especificidade, permitindo seu uso rotineiro. O resultado de sexo masculino possui maior confiabilidade que o feminino, principalmente em idade gestacional precoce. Novas aplicações para o DNA fetal no plasma materno estão sendo pesquisadas, permitindo no futuro o diagnóstico não invasivo de uma série de doenças.PURPOSE: to evaluate a new method of fetal sex determination through the analysis of DNA from maternal plasma. METHODS: peripheral blood (10 mL was drawn from pregnant women in different gestational ages. Plasma was separated and isolated DNA was submitted to the polymerase chain reaction (PCR with primers from the Y-chromosome-specific gene DYS14. RESULTS: two hundred and twelve patients were enrolled. PCR results were compared to either confirmatory ultrasonography and/or birth. Agreement was observed in 209 samples. Discordant plasmas had a PCR result of female fetus and all of them were derived from mothers with less than 8 weeks of pregnancy. CONCLUSION: the PCR method developed for fetal sex determination has excellent sensitivity and specificity, permitting its use as a routine test. A PCR result

  16. Fatores de risco para câncer de mama em mulheres indígenas Teréna de área rural, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil Risk factors for breast cancer among rural Teréna Indian women in the State of Mato Grosso do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilana Geimba de Lima

    2001-12-01

    Full Text Available Com o objetivo de se avaliar a distribuição de fatores de risco em mulheres indígenas Teréna no Estado do Mato Grosso do Sul, duas amostras destas foram entrevistadas, respectivamente em 1995 (330 mulheres voluntárias de dez aldeias teréna de área rural e em 1997 (quarenta mulheres da Aldeia de Limão Verde. Os padrões de vida reprodutiva, dieta, antecedentes patológicos pessoais e familiares foram levantados, bem como a determinação do índice de massa corporal (IMC. Na maior amostra, observou-se que a idade média à menarca foi de 12,3 anos (30% das mulheres referindo-a aos 13 anos ou mais, 86% das mulheres com antecedentes de uma ou mais gestações (42% com cinco ou mais, 71% com antecedentes de três ou mais gestações, idade média à primeira gestação de 18,9 anos (3.8% com 28 anos ou mais, aleitamento materno com duração média de 84 meses, e 70% das mulheres menopausadas antes dos cinqüenta anos de idade. O padrão referido de dieta na menor amostra revela elevado consumo de frutas, legumes, raízes e macarrão, com ingestão escassa de carne vermelha e frango, observando-se que 50% (IC 95%: 34.1-65.9 das mulheres apresentaram sobrepeso (IMC 25-29 e 27% (IC 95%: 15.1-44.1 obesidade (IMC > 29.In order to evaluate the distribution of selected risk factors for breast cancer among Teréna Indian women in the State of Mato Grosso do Sul, Brazil, two samples were interviewed, respectively, in 1995 (330 women from ten Indian villages and 1997 (40 women from the Limão Verde village. Reproductive history, diet characteristics, and family and personal medical history were investigated and body mass index was measured. In the larger sample, mean age at menarche was 12.3 years (30% at 13 years old or later, 86% of women reported one or more pregnancies (42% reporting 5 or more, 71% reported three or more pregnancies, mean age at first pregnancy was 18.9 years (3.8% after 28 years, mean duration of breastfeeding was 84 months, and

  17. Prevalência de tabagismo e consumo de bebida alcoólica em mães de lactentes menores de seis meses de idade Prevalence of smoking and alcohol consumption among mothers of infants under six months of age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Antonio Del Ciampo

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a prevalência de tabagismo e consumo de bebida alcoólica em mães de lactentes menores de seis meses de idade. MÉTODOS: Estudo transversal e descritivo com mães de crianças com idade entre zero e seis meses completos, matriculadas em programas de puericultura das Unidades Básicas de Saúde da cidade de Ribeirão Preto (SP, ligadas aos seis Centros de Saúde Escola da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Foi aplicado um questionário em que constavam informações como idade materna, grau de escolaridade, paridade, ocupação, tempo de aleitamento materno exclusivo e complementado, consumo de bebidas alcoólicas e cigarros e existência de algum tabagista no domicílio. RESULTADOS: Foram entrevistadas 504 mulheres; 324 (64,3% tinham algum contato com cigarro sendo 97 (19,2% tabagistas ativas, 142 (28,2% tabagistas passivas e 85 (16,8% tabagistas ativas e passivas. Dentre as 97 tabagistas ativas, 78 (80,4% estavam amamentando. Também estavam amamentando 118 (83,1% das 142 mães tabagistas passivas. Quanto às bebidas alcoólicas, 56 (11,1% mães responderam que as consumiam e, destas, 45 (80,3% estavam amamentando. Quinze (26,8% mães que consumiam bebidas alcoólicas também eram tabagistas. CONCLUSÕES: O estudo encontrou alta prevalência de mães com algum tipo de contato com tabagismo e que consumiam bebidas alcoólicas, sendo imprescindível investir na prevenção dessas práticas nos programas de assistência pré-natal e de puericultura.OBJECTIVE: To study the prevalence of smoking and alcoholic beverage consumption among mothers of infants under six months of age. METHODS: This is a descriptive cross-sectional study of mothers of all infants up to six months of age who were enrolled in child care programs at the Basic Care Units of Ribeirão Preto city, linked to the six Health Care Centers of Ribeirão Preto School of Medicine of São Paulo University, Brazil. Mothers answered

  18. Estrés Materno y Configuración Familiar: Estudio comparativo en Familias Chilenas Monoparentales y Nucleares de bajos ingresos / Maternal Stress and Family Constitution: Comparative Study on Chilean, Single-Mother and Nuclear, Low-Income Families

    OpenAIRE

    Marcia Olhaberry; Chamarrita Farkas

    2012-01-01

    Los estudios sobre estrés materno durante la crianza infantil han considerado variables contextuales para explicarlo. El nivel socioeconómico, así como la configuración familiar han sido variables relevantes, asociándose monoparentalidad en familias de bajos ingresos a mayores niveles de estrés materno. Se estudian los niveles de estrés materno en familias chilenas nucleares y monoparentales de N.S.E. bajo, considerando el estrés en distintas dimensiones, asociado al rol materno, a la interac...

  19. Evolução e prognóstico materno-fetal da cirurgia cardíaca durante a gravidez Evolución y pronóstico materno-fetal de la cirugía cardiaca durante el embarazo Maternal-fetal outcome and prognosis of cardiac surgery during pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walkiria Samuel Ávila

    2009-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A cirurgia cardíaca favorece o prognóstico materno em casos refratários à terapêutica clínica, contudo associa-se a riscos ao concepto quando realizada durante a gravidez. OBJETIVO: Analisar a evolução e o prognóstico materno-fetal de gestantes submetidas à cirurgia cardíaca no ciclo gravídico-puerperal. MÉTODOS: Estudou-se a evolução de 41 gestações de mulheres que tiveram indicação de cirurgia cardíaca no ciclo gravídico puerperal. A cardiotocografia fetal foi mantida durante o procedimento nas pacientes com idade gestacional acima de 20 semanas. RESULTADOS: A média da idade materna foi de 27,8 ± 7,6 anos, houve predomínio da valvopatia reumática (87,8%, e 15 dessas (41,6% foram submetidas à reoperação, devido à disfunção de prótese valvar. A média do tempo de circulação extracorpórea foi de 87,4 ± 43,6 min, e a hipotermia foi utilizada em 27 casos (67,5%. Treze mães (31,7% não apresentaram intercorrências e tiveram seus recém-nascidos vivos e saudáveis. A evolução pós-operatória das demais 28 gestações (68,3% mostrou: 17 complicações maternas (41,5%; três óbitos (7,3%; 12 perdas fetais (29,2% e quatro casos de malformação neurológica (10%, dois dos quais evoluíram para óbito tardio. Houve uma perda de seguimento após a cirurgia. Nove pacientes (21,9% foram operadas em caráter de emergência, situação que influenciou (p FUNDAMENTO: La cirugía cardiaca favorece el pronóstico materno en casos refractarios a la terapéutica clínica, sin embargo está asociada a riesgos cuando realizada durante el embarazo. OBJETIVO: Analizar la evolución y el pronóstico materno-fetal de gestantes sometidas a la cirugía cardiaca en el ciclo grávido puerperal. MÉTODOS: Se estudió la evolución de 41 gestaciones de mujeres que tuvieron indicación de cirugía cardiaca en el ciclo grávido puerperal. La cardiotocografía fetal se mantuvo durante el procedimiento en las pacientes con

  20. Efectos del cuidado materno temprano en el desarrollo del sistema nervioso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrey Sequeira Cordero

    2013-10-01

    Full Text Available Ambientes adversos tempranos pueden afectar el desarrollo del sistema nervioso e incluso favorecer la aparición de desórdenes del estado de ánimo como la depresión y ansiedad. Esta hipótesis ha sido corroborada a través de modelos animales. En un estudio reciente de nuestro laboratorio comparamos crías de ratas que recibieron de sus madres un bajo nivel de cuidado durante sus primeros días de vida con otras que recibieron un alto nivel de cuidado. Cuando alcanzaron la adolescencia, las primeras presentaron mayores niveles de ansiedad y una mayor adquisición de conductas que se han relacionado con la depresión. Este estudio permitió también observar cambios neurofisiológicos en los mismos animales. Los resultados obtenidos confirman la influencia del cuidado materno en el desarrollo y sus efectos a largo plazo.

  1. Autonomía femenina y factores asociados al uso de servicios maternos en Colombia (2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ángela Rocío López

    2014-01-01

    Full Text Available En este artículo analizamos empíricamente los factores que inciden en la decisión del uso de atención materna en Colombia para el 2010. Estimamos un modelo logístico- binomial para explicar la asistencia de las mujeres a controles prenatales y la atención médica en el parto, utilizando una submuestra de la Encuesta Nacional de Demografía y Salud de 2010. Entre las variables consideradas están la edad de la mujer, el número de hijos o hijas, el índice de riqueza del hogar, el nivel educativo de la mujer y su cónyuge, algunas dimensiones de autonomía femenina, entre otros. Los resultados indican que el nivel educativo, la región de residencia y la participación de la mujer en las decisiones sobre su salud y el uso de anticonceptivos, son las variables que más influenciaron en la probabilidad de emplear servicios maternos.

  2. Microquimerismo fetal-materno nas doenças reumáticas auto-imunes Maternal-fetal microchimerism in autoimmune rheumatic diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Spat Albino Barcellos

    2004-02-01

    Full Text Available Estudos recentes indicam a existência de um tráfego bidirecional de células durante a gestação humana normal. Células fetais persistem no sangue periférico materno por muitos anos após a gestação. Muitas doenças auto-imunes são mais prevalentes em mulheres, algumas das quais apresentam pico de incidência em fases tardias dos anos férteis femininos. A doença enxerto-versushospedeiro é uma condição conhecida de quimerismo e possui similaridades clínicas com algumas doenças auto-imunes reumáticas, notavelmente com esclerose sistêmica e síndrome de Sjögren e, algumas vezes, com lúpus eritematoso sistêmico. Este artigo explora a hipótese de que o microquimerismo fetal contribua para a patogênese de algumas doenças auto-imunes, baseado em revisões de estudos anteriores que trabalharam com esta hipótese. São apresentadas ressalvas de ordem conceitual e técnica a serem consideradas na interpretação dos dados da literatura.Recent studies indicate that there is bi-directional traffic of cells during normal human pregnancy. Fetal cells have been found to persist in the maternal peripheral blood for many years after pregnancy. Many autoimmune diseases are more prevalent in women, and some of them have peak incidence at late stages of childbearing years. Chronic graft versus host disease (cGVHD is a known condition of chimerism and has clinical similarities to some rheumatic autoimmune diseases, notably systemic sclerosis, Sjögren's syndrome and systemic lupus erythematosus. This article explores the hypothesis that fetal microchimerism contributes to the pathogenesis of some autoimmune diseases, based on reviews of previous studies that have worked with this hypothesis. Technical and conceptual considerations are presented for a critical appraisal of the available literature.

  3. Memórias coletivas de mulheres que vivenciaram o near miss materno: necessidades de saúde e direitos humanos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia de Azevedo Aguiar

    Full Text Available Resumo: Mulheres que vivenciaram o near miss materno podem, por meio de suas memórias coletivas, ajudar na compreensão dos eventos obstétricos graves, como a morte materna. A experiência das pessoas é autêntica e representativa do todo com a construção de uma identidade comum. É a identidade que dá qualidade à memória de um grupo. Assim, cada memória é um fenômeno social. Analisou-se a experiência de 12 mulheres que quase morreram em função do estado gravídico-puerperal. O método da história oral temática foi utilizado, na perspectiva das necessidades de saúde e direitos humanos. Seis memórias coletivas compuseram os discursos: necessidades de saúde não atendidas; deficiências assistenciais; privação do contato com o filho; violação de direitos; ausência de reivindicação dos direitos; e compensações dos direitos e necessidades não atendidos. Compreender as necessidades de saúde dessas mulheres é reconhecê-las como sujeitos de direitos; é individualizar a assistência, respeitando sua autonomia, garantindo o acesso às tecnologias e estabelecendo vínculo (aefetivo com o profissional de saúde

  4. Estado nutricional materno, ganho de peso gestacional e peso ao nascer Maternal nutritional status, gestational weight gain and birth weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Suely de Oliveira Melo

    2007-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Tanto o estado nutricional materno como o ganho de peso gestacional vem sendo estudado em relação ao papel determinante que desempenham sobre o crescimento fetal e o peso ao nascer. O peso inadequado ao nascer é uma das grandes preocupações da saúde pública devido ao aumento da morbimortalidade no primeiro ano de vida e ao maior risco de desenvolver doenças na vida adulta, tais como a síndrome metabólica, nos casos de baixo peso, e diabetes e obesidade, nos casos de macrossomia. O objetivo deste trabalho foi descrever uma coorte de gestantes, classificando-as de acordo com o estado nutricional inicial, o ganho ponderal gestacional, a resistência nas artérias uterinas e o peso dos recém-nascidos. MÉTODOS: foi acompanhada, a cada quatro semanas gestacionais, uma coorte de 115 gestantes atendidas pelo Programa de Saúde da Família do município de Campina Grande, PB. O estado nutricional inicial foi determinado através do índice de massa corporal (kg/m² para a idade gestacional, e as gestantes classificadas de acordo com os critérios de Atalah. Na 20ª semana, foi estudada a resistência das artérias uterinas, através da dopplervelocimetria. RESULTADOS: o estado nutricional inicial mostrou uma alta prevalência de sobrepeso e obesidade (27%, e uma prevalência significante de desnutrição (23%. Um alto percentual de gestantes ganhou peso excessivo tanto no segundo (44% como no terceiro trimestre (45%. A distribuição do peso ao nascer, indicou uma incidência de 10% de baixo peso e de 9% de macrossomia. Observou-se ainda, uma alta prevalência de incisuras nas artérias uterinas.INTRODUCTION: Maternal nutritional status and gestational weight gain have been addressed because of their importance to fetal growth and birth weight. Inadequate birth weight is a major concern to public health given it has been associated with increasing morbidity-mortality during the first year of life and with increased risks of

  5. Assistência humanizada ao neonato prematuro e/ou de baixo peso: implantação do Método Mãe Canguru em Hospital Universitário Asistencia humanizada al recién nacido prematuro y/o de bajo peso: implantación del Método Madre Canguro en el Hospital Universitario Humanized assistence to premature and/or low weigh newborn: implantation of Kangaroo-Mother Method at a University Hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrícia Adriana Mazzo Neves

    2006-09-01

    Full Text Available Relato de experiência de enfermeiros e equipe multiprofissional no processo de implantação do Método Mãe Canguru no Hospital Universitário, da Universidade Estadual de Maringá, Paraná, em 2002, com os objetivos de: humanizar o cuidado ao recém-nascido prematuro e/ou de baixo peso, aprimorando o suporte familiar; promoção de maior nível de satisfação da equipe assistencial. O bebê fica em contato pele a pele com o peito da mãe, pai ou familiar significativo, com benefícios para seu peso, temperatura, afetividade, aleitamento materno, além da provável redução no tempo de internação e risco de infecção. Capacitada pelo Ministério da Saúde, uma equipe passou à implantação e multiplicação do Método; elaborado um Projeto de Extensão institucional, multiprofissional, como organizador e integrador do ensino à assistência. Dificuldades encontradas foram em relação à associação entre tecnologia, relacionamento interpessoal e entre as diversas áreas, cuidado humano e participação familiar.Se trata del relato de experiencia de enfermeros y grupo multiprofesional en el proceso de implantación del Método Madre Canguro en el Hospital Universitario, de la Universidad Estatal de Maringá, Paraná, en el 2002, con los objetivos de: humanizar el cuidado al recién nacido prematuro o bajo peso, mejorando el soporte familiar, promoción de mayor nivel de satisfacción del grupo asistencial. El bebé permanece en contacto piel a piel con el pecho de la madre, padre o familiar significativo, con beneficios para el peso, temperatura, afecto, amamantamiento, además de la probable reducción en el tiempo de internamiento y riesgos de infección. Capacitado por el Ministerio de Salud, un grupo pasó a la implantación y multiplicación del Método; elaborado un Proyecto de Extensión institucional multiprofesional como organizador e integrador de la enseñanza y asistencia. Fueron encontradas dificultades en relación a la

  6. Efectos genéticos directos y maternos del peso al destete en una población de ganado Cebú de Cuba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alejandro Palacios-Espinosa

    2010-01-01

    Full Text Available El objetivo de este estudio fue estimar los parámetros genéticos para peso al destete en ganado Cebú. Se utilizaron datos de 20,151 terneros nacidos entre 1988 y 2006 en la provincia de Camagüey, Cuba. Se aplicaron seis modelos estadísticos que tuvieron como efecto fijo en común al grupo de contemporáneas (año-hato-época-sexo y como covariables la edad al destete lineal y la edad de la madre al parto lineal y cuadrática. El efecto aleatorio del animal fue común a todos los modelos y se alternaron los efectos genético materno, del ambiente permanente y la covarianza genética entre los efectos directo y materno. De acuerdo con la prueba del logaritmo de la verosimilitud, el mejor modelo fue el que incluyó los efectos aleatorios del animal, maternos y del ambiente permanente, además, la covarianza entre los efectos directos y maternos. La heredabilidad de los efectos genéticos directo (0.06 a 0.34 y materno (0.06 a 0.19 varió entre los modelos. La correlación entre el efecto directo y materno varió entre -0.12 + 0.13 y -0.19 + 0.15. El efecto materno ambiental determinó un 13 % de la variabilidad total. Se concluyó que la heredabilidad del peso al destete en el ganado Cebú de la población estudiada puede ser sobre estimada cuando el modelo animal no incluye los efectos maternos; y no obstante que los valores de heredabilidad encontrados fueron bajos para los efectos directos y maternos, la ausencia relativa de antagonismo genético entre ellos podría permitir un mejoramiento genético moderado por selección.

  7. Experiência iniciativa Hospital Amigo da Criança

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lamounier J.A.

    1998-01-01

    Full Text Available É realizada uma análise descritiva do programa de incentivo ao aleitamento materno denominado de "Iniciativa Hospital Amigo da Criança, IHAC", idealizada pela OMS e UNICEF em 1990, Florença, Itália, com a participação do Brasil. O objetivo básico consiste na mobilização de profissionais de saúde, funcionários de hospitais e maternidades para mudanças em rotinas e condutas, visando prevenir o desmame precoce. Para esta finalidade, criou-se os "dez passos para o sucesso do aleitamento Materno", um conjunto de metas elaborado por um grupo de especialistas de saúde e nutrição. No Brasil, a IHAC é coordenado pelo Ministério da Saúde (MS, Programa Nacional de Incentivo ao Aleitamento Materno (PNIAM. Os estabelecimentos de saúde para se tornarem Hospitais Amigos da Criança precisam preencher critérios estabelecidos pelo PNIAM e cumprir 80% do conjunto de metas no processo de avaliação, envolvendo várias etapas. A instituição credenciada IHAC vinculada ao SUS, recebe pagamento diferenciado: 40% a mais em atendimentos pré-natal e 10% na assistência ao parto. Em 1998 no Brasil existem 103 hospitais credenciados: 68% Nordeste; 9,7% Sul, 10,6% Centro-Oeste, 8,7% Sudeste, 2,9% Norte. Ainda é pequeno o número de instituições credenciadas, representando apenas 1,7%. Proporcionalmente, os índices de HIAC são: 3,78% Nordeste, 1,89% Centro-Oeste, 0,89% Sul, 0,53% Sudeste, 0,73% Norte. Resultados da IHAC têm sido um aumento dos índices de amamentação. Para ampliar o número de HIAC no país, é necessário empenho dos profissionais de saúde, vontade e decisão política do governo para investir em programas de incentivo, promoção e apoio ao aleitamento materno.

  8. Evolução da assistência materno-infantil na cidade de São Paulo (1984-1996 Secular trends in maternal and child health care in S. Paulo city, Brazil(1984-1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Monteiro

    2000-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a evolução da assistência materno-infantil, com base nas informações extraídas de dois inquéritos domiciliares realizados nos anos de 1984/85 e de 1995/96, na cidade de São Paulo, SP. MÉTODOS: Foram estudadas amostras probabilísticas da população entre zero e 59 meses de idade: 1.016 crianças em 1984/85 e 1.280 crianças em 1995/96. Três componentes da assistência materno-infantil foram investigados: assistência pré-natal, assistência ao parto e ao recém-nascido e assistência de puericultura. RESULTADOS: Aspectos favoráveis da evolução da assistência materno-infantil na cidade de São Paulo foram a manutenção da cobertura universal da assistência hospitalar ao parto, a expansão substancial do alojamento conjunto mãe-filho na maternidade, o aumento no número de consultas de puericultura no primeiro ano de vida e, sobretudo, a universalização da cobertura das vacinas BCG, tríplice e anti-sarampo. Aspectos desfavoráveis foram o progresso muito modesto e claramente insuficiente da assistência pré-natal, a manutenção de quase 50% de cesarianas e a não expansão da puericultura após o primeiro ano de vida. CONCLUSÕES: Estimativas sobre a evolução da assistência materno-infantil no conjunto das áreas urbanas do País em período semelhante confirma e acentua o desempenho insatisfatório da assistência pré-natal na cidade de São Paulo. Comparações favoráveis a São Paulo são registradas apenas quanto a cobertura vacinal. A influência que mudanças na assistência materno-infantil podem ter exercido sobre a evolução de diferentes indicadores do estado de saúde das crianças da cidade é examinada em artigos subseqüentes.OBJECTIVE: Two consecutive household surveys undertaken in mid-80s and mid-90s in the city of S. Paulo, Brazil, made possible to establish time trends of several child health determinants and indicators as well as to analyse the relationships among them. The

  9. História e memórias do banco de leite humano do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (1987-2009 em Recife, Pernambuco, Brasil History and memories of the human milk bank of the Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (1987-2009 in Recife, Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karenina Elice Guimarães Carvalho

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: reconstituir a história do Banco de Leite Humano (BLH do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP, enfocando os idealizadores e a inauguração do serviço. MÉTODOS: estudo descritivo, transversal com enfoque histórico, orientado pela metodologia da história oral. Privilegiou-se a consulta a fontes bi¬bliográficas e a entrevista direta a sete participantes, com roteiro estruturado. A análise das falas desvelou duas categorias: "Criação do banco de leite humano do IMIP: os idealizadores e suas influências"; e "A inauguração". RESULTADOS: o BLH do IMIP foi criado em 1987, com a idealização e o incentivo do Professor Fernando Figueira e da Dra. Vilneide Braga, e para suprir as necessidades da Maternidade e da unidade de terapia intensiva neonatal. Da inauguração, participaram autoridades políticas, autoridades em aleitamento materno, celebridades da mídia e profissionais do hospital. CONCLUSÕES: o entrelaçamento entre história e memória, conduzido pelas trilhas da história oral, foi matriz para a construção da origem e evolução do BLH do IMIP, a partir da fala de sujeitos envolvidos nos fatos. A história do BLH do IMIP é um processo inacabado, vivo, é uma força geradora de transformação, sonhos e esperança, que mantém aceso o ideal de um mundo melhor para as crianças, para as mães e para a sociedade.OBJECTIVES: to recount the history of the Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP's Human Milk Bank (HMB, focusing on its pioneers and the introduction of the service. METHODS: a descriptive transversal study with historical focus based on the methods of oral history. The main materials used were bibliographical sources and direct structured interviews with seven participants. Content analysis revealed two categories: "the Creation of the IMIP's Human Milk Bank: its pioneers and their influences"; and "the Introduction of the Service". RESULTS: the IMIP

  10. Educação para promoção da saúde infantil: relato de experiência em um assentamento de reforma agrária, Vale do Rio Doce (MG Education for child health promotion: the experience with an agrarian reform settlement in Vale do Rio Doce, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    France Maria Gontijo Coelho

    2005-09-01

    Full Text Available O trabalho relata uma experiência pedagógica de intervenção para promoção da saúde infantil em um assentamento de reforma agrária no Vale do Rio Doce (MG. No processo, procedimentos pedagógicos grupais e individualizados foram combinados, criando espaços dialógicos de problematização da saúde e nutrição infantil. Foi proposto e planejado um levantamento diagnóstico das condições de saúde das crianças menores de 5 anos; a devolução e a discussão dos dados com a população se deram por meio de reunião coletiva. Foi efetuado atendimento nutricional individualizado às mães das crianças; tratado com as gestantes e nutrizes o tema do aleitamento materno e ministrado um curso de Vigilantes da Saúde das Crianças, com vistas ao monitoramento da saúde infantil no local. Houve grande participação dos assentados nas intervenções, desde o planejamento até a execução das atividades. A estratégia adotada permitiu detectar as intervenções aceitas, as mais efetivas e as que deverão ser reformuladas com a comunidade. Do ponto de vista teórico e metodológico, a experiência permitiu observar os limites e potencialidades de ações que aproximam áreas de saber como sociologia e nutrição em atividades transdisciplinares.This study reports a pedagogical experience of intervention for child health promotion in a land reform settlement in the Vale do Rio Doce, Brazil. Grouped and individualized pedagogical procedures were combined to create spaces for discussion of child health and nutrition issues. Diagnosis on health conditions of children under 5 was proposed; planned and the results were discussed in a community meeting. A second moment consisted of an individualized nutritional counseling offered to the children’s mothers, emphasizing the health problems of high occurrence at this age. The topic of breastfeeding was debated with pregnant and lactating women and a course on Child Health Care was taught to monitor

  11. Secreção na orelha média em lactentes - ocorrência, recorrência e aspectos relacionados Secretion of middle ear in infants - occurrence, recurrence and related factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra de O. Saes

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: O presente estudo objetivou avaliar a ocorrência e recorrência de secreção na orelha média e os possíveis fatores associados, em 190 recém-nascidos e lactentes observados nos 2 primeiros anos de vida, participantes de um programa de prevenção, detecção e intervenção interdisciplinar desenvolvido na Clínica de Educação para Saúde da Universidade do Sagrado Coração. MÉTODOS: Os recém-nascidos e lactentes foram submetidos mensalmente a anamnese, otoscopia, avaliação audiológica comportamental por meio de instrumentos sonoros e tons puros (audiometria pediátrica e timpanometria. RESULTADOS: Os resultados revelaram que 68,4% dos lactentes apresentaram um ou mais episódios de secreção na orelha média nos 2 primeiros anos, com maior recorrência para o sexo masculino. A idade de maior ocorrência foi entre 4 e 12 meses. Quanto mais cedo ocorreu o primeiro episódio, maior foi a probabilidade de recorrência. Os meses do ano de maior incidência foram de maio a agosto. Das variáveis estudadas, constatou-se que o período de aleitamento materno exclusivo atuou como um fator protetor. Quanto aos fatores de risco, verificou-se que a presença tabagismo passivo, refluxo gastroesofágico, alergia respiratória esteve relacionada à recorrência de efusão. CONCLUSÃO: Os achados revelaram a importância do acompanhamento auditivo periódico para lactentes nos 2 primeiros anos de vida, considerando ser o período crítico para o processo de maturação do sistema auditivo, no qual privações sensoriais auditivas podem ser responsáveis por seqüelas para o desenvolvimento de fala e linguagem.OBJECTIVE: The present study aimed at evaluating the occurrence and recurrence of middle ear secretion and possible associated factors in the first two years of life of 190 newborns and infants, participants in the interdisciplinary prevention, detection, and intervention program at the Clínica de Educação para Saúde of

  12. Validez del tacto materno en el reconocimiento de fiebre en niños menores de 36 meses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Velásquez-Espíritu

    2010-10-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar la validez del tacto materno como método de detección de la presencia o no de fiebre en los niños. Material y métodos: Se seleccionaron por conveniencia a 269 madres y sus respectivos niños menores de 36 meses que acudieron al Servicio de Emergencias Pediátricas del Hospital Nacional Cayetano Heredia por cualquier molestia. Se preguntó a las madres si su niño presentaba fiebre o no (detectado por tacto, y luego se procedió con la medición de la temperatura rectal de cada niño. Resultados: Se incluyeron 269 participantes. El tacto materno para la detección de fiebre tuvo una sensibilidad de 79,3% (69,6% a 86,5%, especificidad 91,8% (86,8% a 94,9%, VPP 82,1% (72,6% a 88,9% y VPN 90,3% (85,1% a 93,8%; el likelihood ratio positivo fue 9,62 (5,86 a 15,81 y el likelihood ratio negativo fue 0,23 (0,15 a 0,34. La correlación (índice Kappa de fiebre o no fiebre determinada por la madre y la medida por termómetro fue de 0,72 (p:0,0000. Conclusiones: Las madres tienen una buena capacidad discriminativa en la determinación de la presencia o ausencia de fiebre mediante la palpación, por lo que la detección de fiebre por tacto materno es un eficiente método de despistaje.(Rev Med Hered 2010;21:175-179

  13. Substitutos do leite materno: passado e presente Breast-milk substitutes: past and present

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Ferreira Rea

    1990-06-01

    Full Text Available Apresenta-se revisão da evolução histórica da substituição do leite de peito por produtos industrializados cujas origens remontam ao século XVIII. Destaca-se a estratégia de promoção comercial de fórmulas infantis, já neste século, atribuindo-se as diferentes formas de comercialização utilizadas à necessidade de busca de novos mercados nos países do Terceiro Mundo. Frente às indicações precisas que os chamados substitutos do leite materno têm, chama-se a atenção para o processo de conscientização dos profissionais de saúde e grupos de consumidores sobre as conseqüências do abuso da utilização desses substitutos, processo este que levou a Organização Mundial da Saúde e o United Nations Children's Fund a recomendarem a regulamentação de suas práticas comerciais, e o Brasil a adotá-la.The historical development of industrialized products used as breast-milk, substitutes a process begun in the 18th century, is studied. The marketing strategy currently adopted infant formula companies is stressed and the different commercial practices used in the search for new markets in third world countries are described. A warning is given as to the precise instructions giver for the use of the socalles breast-milk substitutes, and the attention of health professionals and consumer groups is called to the low level of awareness regarding this subject, a factor which led the World Health Organization and United Nations Children's Fund to recommend the preparation of an appropriate marketing code and to its adoption by Brazil.

  14. Condiciones de trabajo materno y bajo peso al nacer en la Ciudad de México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    CERÓN-MIRELES PRUDENCIA

    1997-01-01

    Full Text Available Objetivo. Estudiar la asociación entre condiciones de trabajo materno y bajo peso al nacer en la Ciudad de México. Material y métodos. Se encuestaron 2 623 trabajadoras que atendieron sus partos en tres grandes hospitales de la Ciudad de México en 1992. Se obtuvo información sobre los principales factores biológicos y sociales que se asocian al bajo peso al nacer; asimismo, se determinó el estrés ocupacional utilizando el instrumento desarrollado por Karasek. Se utilizaron modelos de regresión logística para evaluar la relación de las condiciones de trabajo con el bajo peso al nacer, controlando por variables confusoras. Resultados. El bajo peso al nacer fue más alto en trabajadoras con jornadas mayores a 50 horas semanales (RM= 1.6; IC= 1.17, 2.28 y con conflictos laborales (RM= 1.5; IC= 1.0, 2.25. La falta de apoyo social tangible fue identificado como un factor de riesgo de bajo peso al nacer (RM= 1.7; IC= 1.20, 2.33. Las medidas preventivas laborales como el cambio de tareas, disminución de la jornada y las salidas por enfermedad no mostraron un efecto benéfico en el peso al nacer, a excepción de la licencia de maternidad; las madres que no la tuvieron mostraron una probabilidad 2.2 veces mayor para bajo peso al nacer (IC= 1.66, 2.93. Conclusiones. Estos hallazgos resaltan la importancia de identificar los factores de riesgo ocupacional en el embarazo..

  15. Consumo calórico, estado nutricional materno, y retraso del crecimiento intrauterino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martins Eliana Bender

    2003-01-01

    Full Text Available Para conocer la asociación entre el consumo de energía en el embarazo y el retraso del crecimiento intrauterino (RCIU, se llevó a cabo un estudio de caso-cohorte en tres hospitales de maternidad de la ciudad de México, entre enero y agosto de 1995. De un total de 4.000 partos que ocurrieron en este período, nos referimos en este estudio a los resultados de un análisis de 264 casos de RCIU y 892 controles. Se procedió a un análisis de regresión logística no condicionada, en el que también se ajustaron los factores maternos potencialmente proclives a la confusión. Para el total de los casos no se observó un efecto directo del consumo de energía en el RCIU (RM: 0,99; IC 95%: 0,99-1,00. Sin embargo, entre las mujeres que comenzaron el embarazo con un peso de 50 kilos o menos, el consumo de energía en relación a RCIU mostró una razón de momios de 2,31 (RM: 2,31; IC 95%: 1,59-3,36; para las mujeres primigestas de 1,72 (RM: 1,72; IC 95%: 1,18-2,51; en aquellas con antecedente de bajo peso al nacer de 3,54 (RM: 3,54; IC 95%: 1,93-6,46 y para aquellas que presentaron tensión arterial alta en el embarazo de 1,61 (RM: 1,61; IC 95%: 1,00-2,59.

  16. Materno-fetal Toxoplasma gondii infection: critical review of available diagnostic methods.

    Science.gov (United States)

    Di Carlo, Paola; Romano, Amelia; Schimmenti, Maria Gabriella; Mazzola, Angela; Titone, Lucina

    2008-03-01

    Various critical issues still surround the management of toxoplasmosis in pregnant women and neonates. Although the study of specific antibodies remains an essential parameter for diagnosing materno-fetal infection and establishing time of infection, the method needs to be carefully and critically reviewed due to the distinctive immunological sensitivity of the neonate. We began a retrospective epidemiological study of the pre-natal management of Toxoplasma gondii (TG) infection to evaluate the incidence of congenital toxoplasmosis in children in a southern Italian area (Sicily). 230 children born between 1999 and 2005 to mothers with TG infection during pregnancy enrolled in the G. Di Cristina Children's Hospital of Palermo. Retrospective analysis of the maternal sample established that 150 (65%) of the 230 infants enrolled in the study were born to a mother with probable infection, while the remaining 80 (35%) were born to a mother with definite infection. To date, the results of the neonatal follow-up programme have confirmed the diagnosis of congenital infection in 16 infants (7%); for 43%, diagnosis was made early due to the presence, at birth or in the first month of life, of specific anti-TG IgM. Sequelae were observed in 8/16 infected infants. Sequelae in infected born to mothers with infection in the third trimester opens up the problematic issue of which therapeutic approach to adopt for these women: even without consensus support, a combined regimen of Pyrimethamine-Sulfadiazine could be advocated, even in the absence of prenatal diagnosis. Currently, the best diagnostic strategy involves the sequential or contemporaneous combination of more than one of the currently available methods, as no method on its own can ensure an appropriate level of accuracy.

  17. Fatores de risco maternos associados à acidose fetal Maternal risk factors associated with fetal acidosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mauro Madi

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os fatores de risco maternos associados à acidose fetal. MÉTODOS: estudo tipo caso-controle composto por 188 recém-nascidos, sendo que 47 compuseram o grupo casos (pH de artéria umbilical OBJECTIVES: to assess maternal risk factors associated with fetal acidosis. METHODS: a case-control type study was conducted of 188 neonates, of whom 47 comprised the case group (umbilical arterial pH <7.0 and 141 the control (umbilical arterial pH E7.1 <7.3. The study included only single-gestation neonates without congenital malformations. Both maternal and fetal variables were taken into consideration. Statistical analysis involved the calculation of the raw and adjusted Odds Ratio, Student's t-test, the chi-squared test and multivariate analysis using Enter-method non-conditional logistic regression. The level of statistical significance was set at p<0.05. RESULTS: in the case group higher percentages of caesarian sections and pre-term births were observed, involving almost five times as much intensive care and twenty-five times more likelihood of Apgar in the 5th minute <7. No association was observed between the groups and fetal presentation, mother's age, history of miscarriage, years of schooling of mother or attendance at prenatal sessions. After multivariate analysis, the only risk factors that remained significant were complications relating to the placenta or the umbilical cord. Deliveries involving complications relating to the placenta or the umbilical cord were three times more likely to involve fetal acidemia. CONCLUSIONS: acidemia among neonates was associated with a higher percentage of caesarians, premature births, a need for intensive care and treatment and an Apgar index of <7 in the 5th minute. After multivariate analysis, complications relating to premature displacement of the placenta and the umbilical cord were the only remaining risk factors associated with fetal acidemia.

  18. Estresse e estilo parental materno no transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

    OpenAIRE

    Bargas,Joseana Azevedo; Lipp,Marilda Emmanuel Novaes

    2013-01-01

    Este estudo avaliou a influência do estresse e do estilo parental materno sobre o estresse dos filhos avaliados pela instituição onde os dados foram coletados como portadores de TDA/H. Participaram 25 mães e os respectivos filhos, estes com idade média de 9,4 anos. As crianças foram avaliadas pela Escala de Estresse Infantil, e as mães, pelo Inventário de Sintomas de Estresse para Adulto de Lipp e Inventário de Estilos Parentais de Gomide. Os resultados mostraram que esta população apresenta ...

  19. Evaluación del tamizaje selectivo de errores innatos del metabolismo en el instituto materno infantil en colombia

    OpenAIRE

    Bermúdez, M.; Arteaga, C.; Cifuentes, Y.

    2011-01-01

    El programa de detección de Errores Innatos del metabolismo del Instituto Materno Infantil (IMI) de Bogotá, en un periodo de cinco años ha estudiado 1.147 pacientes de alto riesgo (nacidos y remitidos al IMI como también procedentes de otras Instituciones) con:
    1.Antecedentes en la historia familiar
    2.Alteraciones neurológicas.
    3.Sepsis sin respuesta al tratamiento.
    4.Asfixia perinatal severa, falla cardiaca, dificultada respiratoria sin causa evide...

  20. Convertirse en madre durante la adolescencia: activación del rol materno en el control prenatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Maria Moreno Mojica

    2015-07-01

    Full Text Available Introducción: Las adolescentes gestantes constituyen un grupo poblacional vulnerable,  con limitación en la construcción de la identidad personal frente a la materna e  imposibilidad de constitución  de una familia estable  que  afectan su calidad de vida y la del hijo por nacer. El objetivo del artículo es dar a conocer el alcance que tiene la aplicación de una estrategia de cuidado de enfermería que promovió el cuidado integral de la adolescente gestante en  la activación del rol materno durante el control prenatal. Materiales y Métodos: Este artículo es el resultado de la aplicación de una estrategia de cuidado de enfermería: programa de atención integral a la adolescente gestante durante el control prenatal, con base en la teoría de Mercer, y estructurado desde el marco lógico; la estrategia contó con la participación de diez adolescentes en gestación y el equipo interdisciplinario. Resultados: Adopción e implementación de la estrategia y apertura Institucional del centro de apoyo y cuidado para adolescentes gestantes “Creciendo Juntos”, que promovió el cuidado integral y permitió la activación del rol materno  durante el control prenatal. Discusión: El convertirse en madre adolescente, no se activa sin la influencia del cuidado estructurado brindado por enfermería quien lidera el equipo de salud, quienes permiten  a las gestantes, disminuir sus miedos, conocer y vivir el proceso de gestación y aprender las tareas para trascender hacia la activación del rol materno. Conclusiones: La Estrategia valida la visibilidad del cuidado sustentado en una teoría de enfermería, al dar respuesta a las necesidades humanas.Cómo citar este artículo: Moreno CM, Mesa NP, Pérez Z, Vargas DP. Convertirse en madre durante la adolescencia: activación del rol materno en el control prenatal. Rev Cuid. 2015; 6(2: 1041-53. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v6i2.162 

  1. Fissuras labiopalatinas, ganho de peso e cirurgias: leite materno versus fórmulas lácteas

    OpenAIRE

    Marcos Roberto Tovani-Palone

    2015-01-01

    As fissuras labiopalatinas são as anomalias craniofaciais mais comuns na espécie humana. Por sua vez, com o propósito de ganho de peso corporal necessário para realização das cirurgias reabilitadoras, uma alternativa rotineiramente utilizada para crianças com fissuras consiste no uso de fórmulas lácteas industrializadas, como um substituto do leite materno ou mesmo uma suplementação alimentar. Contudo, é imprescindível a conscientização das mães e demais cuidadores desse grupo de crianças sob...

  2. Satisfacción sobre la educación en salud materno infantil de las madres en Huelva

    OpenAIRE

    Tierra Burguillo, María del Pilar

    2016-01-01

    Objetivos Conocer el nivel de satisfacción sobre educación en salud materno infantil que tienen las madres de Huelva es el principal objetivo del estudio. Los específicos son: 1. Describir si existe relación entre el grado de satisfacción y las características sociodemográficas maternas y otras variables relacionadas con la crianza. 2. Determinar las principales redes sociales de información materna durante el embarazo. 3. Identificar los principales obstáculos con los que se encu...

  3. Complicaciones materno-perinatales de embarazos triples en el Hospital Nacional Edgardo Rebagliati Martins, de enero 1999 a diciembre 2010

    OpenAIRE

    Guevara Jabiles, Andrés; Universidad de San Martín de Porres

    2012-01-01

    OBJETIVODeterminar la morbimortalidad materno-perinatal de los embarazos triples atendidos en el Hospital Nacional Edgardo Rebagliati Martins, entre 1999 al 2010.MATERIAL Y MÉTODOEstudio de tipo transversal, retrospectivo de carácter descriptivo. Se reportaron 63 casos, de los cuales 55 fueron analizados.RESULTADOSAumento en la incidencia de 330% en la última década. 60% fueron madres añosas; 63.6% fueron producto de tratamiento de fertilidad: 96.4%, partos por cesárea. 96.4% fueron partos pr...

  4. Erro alimentar nos primeiros meses de vida e sua associação com asma e atopia em pré-escolares Nutritional errors in the first months of life and their association with asthma and atopy in preschool children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Z. Strassburger

    2010-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o impacto de amamentação exclusiva e a introdução de leite de vaca no primeiro ano de vida no diagnóstico de asma, sibilância e atopia em crianças entre 3 e 4 anos de vida. MÉTODOS: Estudo de coorte aninhado a ensaio de campo randomizado que investigou a efetividade de orientações nutricionais no primeiro ano de vida de crianças, na cidade de São Leopoldo, RS. As crianças acompanhadas em relação a sua dieta no primeiro ano de vida, nesse estudo primário, foram revisitadas três anos mais tarde. Seus pais responderam, então, a um questionário relacionado a problemas respiratórios em seus domicílios, aplicado por entrevistadores treinados. As crianças também realizaram testes cutâneos para avaliar a resposta a alérgenos ambientais comuns. RESULTADOS: Do total de 397 crianças acompanhadas no primeiro ano de vida, 354 foram reavaliadas entre 3 e 4 anos de idade. A prevalência de sibilos, avaliada no período referente aos 12 meses prévios ao questionário, foi 21,3%, a de asma, 5,5% e a de atopia, 28,7%. Crianças que consumiram leite de vaca antes de 4 meses de vida tinham chance significativamente maior de apresentar asma entre 3 e 4 anos (OR 3,22; IC95%: 1,05-9,80. Aleitamento exclusivo por período menor de 6 meses foi marginalmente associado à atopia. CONCLUSÕES: A introdução precoce do leite de vaca mostrou-se importante fator de risco para o desencadeamento de sintomas da asma aos 4 anos de idade. Aleitamento materno por período superior a 6 meses está também potencialmente associado à proteção no desenvolvimento de atopia. Os resultados deste estudo sugerem haver um potencial de intervenção para diminuir o impacto da asma através de intervenções na dieta no primeiro ano de vida.OBJECTIVE: To evaluate the impact of exclusive breastfeeding and introduction of cow's milk in the first year of life on the diagnosis of asthma, wheezing, and atopy in children aged 3 to 4 years. METHODS

  5. Associação entre indicadores de risco ao desenvolvimento infantil e estado emocional materno Association between risk indicators for child development and maternal emotional state

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Rodrigues Flores

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a associação entre os estados emocionais maternos depressivo e ansioso, combinados ou de modo isolado, em relação à presença de risco ao desenvolvimento infantil na faixa etária de 0 a 4 meses. MÉTODO: trata-se de estudo observacional, analítico e de coorte. Para a obtenção dos dados foram utilizados os Inventários de Beck de Depressão e de Ansiedade e analisada a interação mãe-bebê a partir do protocolo de índices de risco ao desenvolvimento infantil em uma amostra de 182 díades. RESULTADOS: o percentual de bebês com pelo menos um índice de risco no grupo de mães que apresentaram depressão e ansiedade combinada foi significantemente maior (34,2%; pPURPOSE: to analyze the association between depression and anxiety maternal emotional states, whether combined or isolated and its relation with child development risk in children with zero to four month old. METHOD: this is an observational, analytic and a cohort research. We utilized the Beck Depression and Anxiety Inventories and Child Development Index Risks Inventory for data collection with 182 pairs of mother-child as for their interaction. RESULTS: the percentage of babies with at least one development risk and maternal and maternal anxiety emotional states when combined (34,2%; p<0,001 was significantly higher than with mothers without altered emotional states. There was a significant correlation between depression and anxiety (G= 0,83; p< 0,01e, that shows that mothers with higher degrees of depression also have anxiety states. CONCLUSION: there was association between maternal depression and anxiety and presence of risk for child development, a fact that shows the need for public health programs in order to care and to treat such pairs, when needed.

  6. Associação entre indicadores de risco ao desenvolvimento infantil e estado emocional materno Association between risk indicators for child development and maternal emotional state

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Rodrigues Flores

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a associação entre os estados emocionais maternos depressivo e ansioso, combinados ou de modo isolado, em relação à presença de risco ao desenvolvimento infantil na faixa etária de 0 a 4 meses. MÉTODO: trata-se de estudo observacional, analítico e de coorte. Para a obtenção dos dados foram utilizados os Inventários de Beck de Depressão e de Ansiedade e analisada a interação mãe-bebê a partir do protocolo de índices de risco ao desenvolvimento infantil em uma amostra de 182 díades. RESULTADOS: o percentual de bebês com pelo menos um índice de risco no grupo de mães que apresentaram depressão e ansiedade combinada foi significantemente maior (34,2%; pPURPOSE: to analyze the association between depression and anxiety maternal emotional states, whether combined or isolated and its relation with child development risk in children with zero to four month old. METHOD: this is an observational, analytic and a cohort research. We utilized the Beck Depression and Anxiety Inventories and Child Development Index Risks Inventory for data collection with 182 pairs of mother-child as for their interaction. RESULTS: the percentage of babies with at least one development risk and maternal and maternal anxiety emotional states when combined (34,2%; p<0,001 was significantly higher than with mothers without altered emotional states. There was a significant correlation between depression and anxiety (G= 0,83; p< 0,01e, that shows that mothers with higher degrees of depression also have anxiety states. CONCLUSION: there was association between maternal depression and anxiety and presence of risk for child development, a fact that shows the need for public health programs in order to care and to treat such pairs, when needed.

  7. Ocorrência e mecanismos do microquimerismo fetal em gestações bovinas

    OpenAIRE

    Rodrigo da Silva Nunes Barreto

    2011-01-01

    O sucesso da gestação depende da adequada comunicação materno-fetal, que em algumas espécies têm um contato mais íntimo devido à capacidade migratória de populações de células trofoblásticas. Nos bovinos esse mecanismo é realizado pelas células trofoblásticas gigantes (CTGs), com invasão limitada até a lâmina basal do epitélio materno. Apesar dessa leve invasão das CTGs, é possível encontrar células fetais circulantes no sangue periférico da vaca gestante, levando ao microquimerismo fetal. ...

  8. Em Juazeiro do Norte, Nossa Senhora é Deus-mãe: um feminismo mariano?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Bivar C. Campos

    2013-12-01

    Full Text Available O modelo feminino mariano destaca modos de comportamentos tais como submissão, humildade, generosidade etc. Tais comportamentos compõem as . Há possibilidades de se contrapor a este poder através de uma (Bourdieu 2003. Ao lado dessa perspectiva, destacamos que o amor materno não pode ser compreendido com ênfase na dominação; há algo de uma ordem maior que se aproxima do ágape cristão (Mayblin 2010. Este amor materno pode ser interpretado como uma ideia-valor (Dumont 2000 que orienta e ordena a ação dos indivíduos. Os autores discutem em que medida e quais os limites de se pensar o marianismo como uma ruptura com a ordem masculina.

  9. Modelo de rol materno en la alimentación del lactante: Teoría del rango medio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosario Edith Ortiz-Félix

    Full Text Available Las interacciones madre-hijo durante la alimentación en el primer año de vida tienen impacto duradero en la regulación del apetito y el desarrollo de obesidad actual y futura del individuo. Para los profesionales de enfermería es un reto y una nueva función prevenir problemas nutricionales en los lactantes. Contar con teorías de rango medio propias de enfermería que guíen el cuidado diario resulta indispensable. El presente trabajo presenta el desarrollo de la teoría de rango medio Modelo de rol materno en la alimentación del lactante, mediante el método de derivación teórica de Fawcett. Este modelo tiene como objetivo explicar cómo características maternas y del lactante influyen en el rol materno de alimentación y estado nutricional del hijo en el primer año de vida. Mediante este modelo se ofrece sustento teórico para la investigación e intervenciones de enfermería enfocadas a prevenir problemas de nutrición en el lactante.

  10. Associação entre a antropometria e a leptina circulante nos compartimentos materno, fetal e placentário, na gravidez normal Association between anthropometry and circulating leptin in maternal, fetal and placental compartments, in healthy pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Cipriano Castro

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a importância da leptina materna e fetal circulantes na gestação saudável por meio da avaliação de sua associação com variáveis antropométricas materna, placentária e fetal ao nascimento e as relações entre os compartimentos avaliados. MÉTODOS: em estudo transversal foi incluída amostra de 33 gestações únicas, a termo, com fetos saudáveis. As variáveis avaliadas foram idade materna, peso materno, índice de massa corporal, peso do recém-nascido, peso placentário e índice placentário. Amostras de sangue materno foram obtidas imediatamente antes do parto e em sangue do cordão umbilical ao nascimento. A dosagem da leptina sérica foi realizada por meio de radioimunoensaio convencional. As relações entre as concentrações de leptina sérica materna e da artéria e veia umbilicais com as variáveis de estudo foram verificadas através da regressão linear. RESULTADOS: a leptina foi detectada no sangue de todas as 33 gestantes e seus respectivos recém-nascidos, sendo a concentração no sangue materno (17,1±1,77 ng/ml superior à dos vasos umbilicais (veia 9,0±1,16 ng/mL; artéria 8,2±1,02 ng/mL, pPURPOSE: to evaluate the importance of circulating maternal and fetal leptin in the healthy gestation, using its association with maternal, placental and fetal anthropometric variables, obtained at birth, and the relationship between the evaluated compartments. METHODS: in a transversal study a population of 33 single, healthy and term gestations was studied. The evaluated variables were maternal age, maternal weight, body mass index (BMF, weight of the newborn, placental weight, and placental index. Samples of maternal blood were immediately obtained before birth and from fetal umbilical cord blood at birth. Determination of serum leptin was performed using conventional radioimmunoassay. The relationships between serum leptin concentrations in maternal blood, umbilical artery and vein and the studied

  11. Caracterización del apego materno en ratas wistar y sprague dawley

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Norma A. Moy-López

    2008-01-01

    Full Text Available Después del parto, las señales sensoriales que emiten las crías contribuyen al establecimiento de la conducta maternal (CM y la formación del apego materno (AM, entendido éste último como "la capacidad conductual y emocional de formar un vínculo selectivo, único y duradero de la cría hacia la madre y viceversa" [1]. El objetivo del presente trabajo fue sistematizar y caracterizar el AM en dos cepas de ratas (Rattus novergicus: Wistar (W y Sprague Dawley (SD. Se registró la frecuencia en las conductas de transporte, búsqueda, olfateo, limpieza de las madres antes, durante y después de la gestación (n= 5/cepa, encontrando diferencias significativas entre cepas sólo en la fase de gestación (Z = 2.19, P<0.05. El AM fue clasificado como alto y bajo con base a la frecuencia de conductas de madre hacia las crías y viceversa (promedio ± 1 DE. No se encontraron diferencias significativas entre el sexo y tipo de AM; sin embargo, la cepa SD mostró una tendencia de preferencia hacia los machos para el apego alto y hacia las hembras para el apego bajo. Al analizar el vínculo madre-cría, en la cepa W se encontró una correlación positiva entre CM y conducta de búsqueda de las crías hacia la madre (r = 0.91, mientras que en la SD la correlación es baja (r = -0.42. Estos datos muestran que en la cepa W el vínculo madre-crías se puede identificar con mayor claridad y que el protocolo diseñado para la evaluación del AM es sensible a las variaciones naturales de la CM por camada y por cepa.

  12. Determinação precoce do sexo fetal pela análise do DNA no plasma materno Early determination of gender by analysis of fetal DNA in maternal plasma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ciro Dresch Martinhago

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a possibilidade do diagnóstico precoce do sexo fetal no plasma materno pela técnica da reação em cadeia da polimerase em tempo real (PCR em tempo real a partir da 5ª semana de gestação. MÉTODOS: nesse estudo prospectivo foi coletado sangue periférico de gestantes com feto único a partir da 5ª semana de gestação. Após centrifugação do sangue, 0,4 mL de plasma foi separado para extração de DNA fetal. O DNA foi analisado em duplicata por PCR em tempo real para duas regiões genômicas (uma do cromossomo Y e outra comum a ambos os sexos pelo método de TaqMan®, o qual utiliza um par de primers e uma sonda fluorescente. Foram excluídos da amostragem os casos que evoluíram para aborto. Para o cálculo da sensibilidade e especificidade, usamos o método de comparação com padrão-ouro, que foi o sexo ao nascimento. RESULTADOS: foram realizados 79 exames de DNA fetal no plasma materno de 52 gestantes. O resultado dos exames foi comparado com o sexo da criança após o parto. O índice de acerto conforme a idade gestacional foi de 92,6% (25 de 27 casos na 5ª semana, conferindo sensibilidade de 87% e 95,6% (22 de 23 casos na 6ª semana, com sensibilidade de 92%. A partir da 7ª semana de gestação o acerto foi em 100% (29 de 29 casos. A especificidade foi de 100% independente da idade gestacional. CONCLUSÕES: a técnica de PCR em tempo real para detecção do sexo fetal a partir da 5ª semana no plasma materno possui boa sensibilidade e excelente especificidade. Houve concordância do resultado em 100% dos casos em que o diagnóstico foi masculino, independente da idade gestacional, e no caso de feminino, a partir da 7ª semana de gestação.PURPOSE: to verify the viability of early diagnosis of fetal gender in maternal plasma by the real-time polymerase chain reaction (real-time PCR starting at the 5th week of pregnancy. METHODS: peripheral blood was collected from pregnant women with single fetus starting at

  13. Triagem em saúde mental infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Vieira Gauy

    Full Text Available Este estudo foi conduzido para comparar os resultados de um procedimento grupal aberto e um procedimento individual estruturado para avaliação do comportamento da criança conforme o relato materno. Participaram deste estudo 29 mães que buscavam atendimento para seus filhos em uma unidade de saúde mental infanto-juvenil. As primeiras 15 mães que procuraram o serviço foram entrevistadas individualmente conforme um roteiro estruturado desenvolvido a partir do CBCL e depois foram entrevistadas em grupo, em formato aberto. As outras 14 mães participaram da entrevista grupal aberta e em seguida participaram da entrevista individual estruturada. Os resultados das entrevistas foram comparados tomando como referência as 67 categorias comportamentais identificadas a partir do roteiro individual e quatro variáveis contextuais relatadas nos dois procedimentos. Os resultados mostram que um número substancialmente maior de comportamentos-problema foi identificado através de entrevista individual estruturada do que através de entrevista grupal aberta realizada com os mesmos informantes. É possível que o uso de um roteiro estruturado em entrevistas grupais possa oferecer mais informações com otimização do tempo de avaliação.

  14. Desenvolvimento alométrico do trato gastrintestinal de bezerros da raça holandesa alimentados com diferentes dietas líquidas durante o aleitamento - DOI: 10.4025/actascianimsci.v26i4.1729 Alometric growth of gastrointestinal tract of holstein calves fed with diferent liquid diets during milking period - DOI: 10.4025/actascianimsci.v26i4.1729

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana Martines Baraldi Artoni

    2004-04-01

    Full Text Available Neste trabalho, foram utilizados 12 bezerros da raça Holandesa distribuídos em três tratamentos, em delineamento inteiramente casualisado com quatro repetições. Os tratamentos leite integral e dois tipos de sucedâneos comerciais Lactal® e Destetor®, avaliaram o desenvolvimento alométrico do sistema digestório, altura da papila do rúmen e do retículo, e altura e comprimento das cristas do omaso. O aleitamento dos animais transcorreu por um período de 60 dias, e, ao serem abatidos, todos os órgãos do trato digestório foram pesados e comparados, com destaque para o estômago (rúmen, retículo, omaso e abomaso. Não foram observadas diferenças (p>0,05 nas proporções dos diferentes compartimentos do estômago dos bezerros submetidos aos tratamentos. No entanto, verificou-se diferença (pIn this work 12 Holstein calves were used distributed in three treatment, on a completely randomized desing with four replicatin. The treatments were used, integral milk and two types of comercial milk replacer Lactal® and Destetor® to evaluate the digestive system alometric growthof the including, rumen and reticulum papillae heigth and omasum rigde growth. The animals were milking for 60 days and after slaughtring, their digest system organs were weighed and stomach complex compared (rumen, reticulum, omasum and abomasum. No difference (P>0.05 due to treatments were obseved for the proportions among the diferent stomach compartiments of the calves. However, differences (P<0.05 for the papillae height of rumen and for the rigde lenght of omasum were observed. The milk replacers in this work resulted in a good calve growth being an alternative source of feed during mlking period.

  15. Estudo caso-controle sobre exposição precoce ao leite de vaca e ocorrência de Diabetes Mellitus tipo 1 em Campina Grande, Paraíba Case-control study on early exposure to cow's milk and the occurrence of Diabetes Mellitus type 1 in Campina Grande in the State of Paraíba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josimar dos Santos Medeiros

    2003-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estudar a relação entre exposição precoce ao leite de vaca e ocorrência de Diabetes Mellitus tipo 1 entre menores de 18 anos atendidos no Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande. MÉTODOS: estudo caso-controle. A amostra foi constituída por 128 indivíduos de ambos os sexos. Foram entrevistadas 64 mães de portadores de Diabetes Mellitus e 64 mães de controles. Análises univariadas e multivariadas foram utilizadas. RESULTADOS: 84,4% dos indivíduos diabéticos foram expostos ao leite de vaca antes dos quatro meses de idade, enquanto que no grupo controle este percentual foi de 64,1%. A análise univariada identificou uma associação estatisticamente significante entre exposição precoce ao leite de vaca e Diabetes (p = 0,01. Na análise multivariada, essa associação permaneceu e a razão chances estimada foi de 4,09 (IC95%: 1,19 - 14,04; p = 0,01. CONCLUSÕES: os resultados indicam uma forte associação entre exposição precoce ao leite de vaca e ocorrência de Diabetes Mellitus tipo1 na população estudada. Assim, crianças expostas precocemente ao leite de vaca apresentam uma chance maior de adquirir a doença quando comparadas àquelas que receberam aleitamento materno exclusivo até pelo menos quatro meses após o nascimento.OBJECTIVES: to study the relationship between early exposure to cow's milk and Diabetes Mellitus, type 1 among children under 18 years old seen at the Hospital Universitário Alcides Carneiro, in Campina Grande. METHODS: case-control study. Sample of 128 individuals of both sexes. Sixty-four mothers with Diabetes Mellitus type 1 and 64 mothers of a control group. Univariate and multivariate analysis was accomplished through logistic and conditional regression. RESULTS: 84,4% of diabetic individuals were exposed to cow mild before four months of age while in the control group this percentage was 64,1%. Univariate analysis determined a significant statistic association between

  16. Estratégia acolhimento mãe-bebê: aspectos relacionados à clientela atendida em uma unidade básica de saúde do município do Rio de Janeiro Estrategia de acogimiento madre y bebé: aspectos relacionados con la clientela en una unidad básica de salud de la ciudad de Rio de Janeiro A welcome strategy mother-baby : aspects related to the clientele in a basic health unit of the municipality of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena do Nascimento Souza

    2011-12-01

    Full Text Available O presente trabalho é um estudo descritivo, que objetivou identificar as características sociodemográficas e de saúde de mães e as condições de saúde de crianças atendidas pelos enfermeiros na Estratégia de Acolhimento Mãe e Bebê em uma Unidade Básica de Saúde do Estado de Rio de Janeiro. Os dados foram coletados em 421 prontuários das crianças atendidas em uma Unidade Básica em 2009. Realizou-se a análise univariada dos dados com uso do software "Epi-info" versão 3.5. Os resultados mostraram que: 70,6% das mães estavam na faixa etária de 20 até 35 anos, 58,2% haviam realizado parto normal, 5,0% apresentaram alteração na cicatriz cirúrgica, e 23,8%, alteração nas mamas. O companheiro e a avó materna foram os membros da rede social que mais forneceram apoio no pós-parto. Com relação aos recém-nascidos 52,5% tinham até 7 dias de vida, 90,3% encontravam-se em aleitamento materno exclusivo, 16,2% apresentavam icterícia, e 3,8% apresentaram alteração no coto umbilical. Conclui-se que a avaliação do grupo escolhido proporciona informações importantes para que os enfermeiros possam apoiar eficientemente as mães nos cuidados com os recém-nascidos, o que contribui à formação do vínculo das mães com este profissional, além da adoção de práticas de promoção da saúde.Este trabajo es un estudio descriptivo, cuyo objetivo es identificar las características sociodemográficas y de salud de las madres y las condiciones de salud de los niños, atendidos por los enfermeros mediante la aplicación de la Estrategia de Interrelación de Madre y Bebé, visto en la Unidad Básica de Salud del Estado de Rio de Janeiro. Los datos fueron recolectados en 421 muestras tomadas de los niños atendidos en una Unidad Básica de Salud, en el año 2009. Se realizó un análisis univariada de los datos con uso del software "Epi-info", versión 3.5. Los resultados mostraron que: el 70,6% de las madres se encontraban dentro del

  17. Automedicación en gestantes que acuden al Instituto Nacional Materno Perinatal, Perú 2011 Self-medication behavior among pregnant women user of the Instituto Nacional Materno Perinatal, Peru 2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elsy Miní

    2012-06-01

    Full Text Available Con el objetivo de determinar la prevalencia de automedicación en gestantes y sus características, se realizó un estudio descriptivo transversal. Se entrevistó a 400 gestantes que acudían a control prenatal en el Instituto Nacional Materno Perinatal de Lima. El 10,5% (42 pacientes se automedicó durante la gestación, el 64,6% opinó que la automedicación puede producir malformaciones congénitas a sus bebes. Los medicamentos consumidos por las gestantes estuvieron en categoría A y B de la clasificación de la Administración de Alimentos y Drogas de EUA (FDA; principalmente, consumieron paracetamol (47,6% y amoxicilina (16,7%. Todas las mujeres que se automedicaron durante la gestación lo habían hecho antes de estar embarazadas. De acuerdo con estos resultados concluimos que la prevalencia de automedicación en gestantes del estudio es baja, comparado con la literatura internacional.We aim to determine the prevalence of self prescribing behaviour during pregnancy and its characteristics. For this purpose, we designed a cross sectional study and interviewed 400 pregnant women who had their prenatal care at Instituto Nacional Materno Perinatal, Lima. We found that 10.5% of the patients (42 patients had a self prescribing behavior during pregnancy, 64.5% think that self prescribing behavior can produce congenital malformations. The medications used were classified as type A and B according to the Food and Drug Administration (FDA. Paracetamol was used more frequently (47.6% followed by amoxicillin (16.7%. All the women who self-prescribed have had this behavior before pregnancy. According to these results, we conclude there is a low prevalence of self-prescribing behavior during pregnancy compared to the international literature.

  18. Condiciones de trabajo materno y bajo peso al nacer en la Ciudad de México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    PRUDENCIA CERÓN-MIRELES

    1997-01-01

    Full Text Available Objetivo. Estudiar la asociación entre condiciones de trabajo materno y bajo peso al nacer en la Ciudad de México. Material y métodos. Se encuestaron 2 623 trabajadoras que atendieron sus partos en tres grandes hospitales de la Ciudad de México en 1992. Se obtuvo información sobre los principales factores biológicos y sociales que se asocian al bajo peso al nacer; asimismo, se determinó el estrés ocupacional utilizando el instrumento desarrollado por Karasek. Se utilizaron modelos de regresión logística para evaluar la relación de las condiciones de trabajo con el bajo peso al nacer, controlando por variables confusoras. Resultados. El bajo peso al nacer fue más alto en trabajadoras con jornadas mayores a 50 horas semanales (RM= 1.6; IC= 1.17, 2.28 y con conflictos laborales (RM= 1.5; IC= 1.0, 2.25. La falta de apoyo social tangible fue identificado como un factor de riesgo de bajo peso al nacer (RM= 1.7; IC= 1.20, 2.33. Las medidas preventivas laborales como el cambio de tareas, disminución de la jornada y las salidas por enfermedad no mostraron un efecto benéfico en el peso al nacer, a excepción de la licencia de maternidad; las madres que no la tuvieron mostraron una probabilidad 2.2 veces mayor para bajo peso al nacer (IC= 1.66, 2.93. Conclusiones. Estos hallazgos resaltan la importancia de identificar los factores de riesgo ocupacional en el embarazo..Objective. To study the association between maternal working conditions and low birth-weight in Mexico City. Material and methods. Interviews of 2 623 workers who gave birth in Mexico City hospitals during 1992 were analyzed. Information on the main biologic and social factors associated to low birth-weight was registered. Occupational stress was determined with the instrument designed by Karasek. Logistic regression models to evaluate the relationship between working conditions and low birth-weight were used, controlling by confounding variables. Results. Low birth-weight was

  19. Fatores maternos e perinatais relacionados à macrossomia fetal Maternal and perinatal factors related to fetal macrosomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mauro Madi

    2006-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar fatores maternos e perinatais relacionados a fetos com peso igual ou maior do que 4.000 g no nascimento. MÉTODOS: estudo de corte transversal, de 411 casos consecutivos de macrossomia fetal, ocorridos no período de março de 1998 a março de 2005. Compararam-se os dados obtidos aos de 7.349 casos de fetos com peso entre 2.500 e 3.999 g ao nascimento, ocorridos no mesmo período. Foram analisadas variáveis maternas (idade, paridade, diabete melito, ocorrência de parto cesáreo, mecônio, desproporção feto-pélvica, principais indicações das cesáreas e perinatais (ocorrência de tocotraumatismo, índice de Apgar inferior a sete no 1º e 5º minuto, natimortalidade, neomortalidade precoce, necessidade de internação na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal. As avaliações estatísticas foram realizadas com o teste não paramétrico do chi2 com a correção de Yates e com o teste t de Student. Adotou-se o nível de significância de pPURPOSE: to identify maternal and perinatal factors related to neonates with birthweight >4,000 g. METHODS: cross-section cohort study with 411 consecutive cases of fetal macrosomia (FM which occurred from March 1998 to March 2005. Data were compared to 7,349 cases of fetal birthweight >2,500 and <3,999 g which occurred in the same period. Maternal variables (maternal age, parity, diabetes, previous cesarean section, meconium-stained amniotic fluid, cephalopelvic disproportion, main cesarean section indications and perinatal variables (birth injury, <7 1-min and 5-min Apgar score, fetal and early neonatal mortality range, need of neonatal intensive care unit were analyzed. For statistical analysis the chi2 test with Yates correction and Student's t test were used with the level of significance set at 5%. RESULTS: FM was significantly associated with older mothers, more parous and <7 1-min Apgar score (p<0.05; OR=1.8; 95% CI: 1,4-2.5 and <7 5-min Apgar score (p<0,05; OR=2.3; 95% CI: 1

  20. Nivel de proteína C- reactiva en comparación con el recuento leucocitario materno en la predicción de corioamnionitis histológica en gestantes con rotura prematura de membranas pretérmino. Instituto Nacional Materno Perinatal. Lima. Enero - Junio 2013

    OpenAIRE

    Miranda Flores, Alan Francis

    2016-01-01

    Demuestra la utilidad del nivel de proteína C reactiva en comparación con el recuento leucocitario materno en la predicción de corioamnionitis histológica en gestantes con rotura prematura de membranas pretérmino en el Instituto Nacional Materno Perinatal durante el período comprendido entre enero y junio del 2013. Es un estudio no experimental de tipo validación de prueba diagnóstica aplicado a total de la población de gestantes pretérmino con edad gestacional ≥ 22 semanas y < 37semanas, con...

  1. Educação em Saúde Para Gestantes e Bebês de Alto Risco

    OpenAIRE

    Ana Marise Pacheco Andrade de Souza; Rosana Silva dos Santos Schmitt; Anamaria Araujo da Silva; Anna Maria Dalmôninco Moser

    2014-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2014v11n18p108 Este trabalho é um relato de experiência de um programa de extensão intitulado Programa de Atenção à Saúde Materno-Infantil (PAMI), através de seu projeto “Educação em Saúde na Área Materno-Infantil”, realizado junto às gestantes e bebês de alto risco atendidos no Ambulatório Universitário (AU) da Universidade Regional de Blumenau (FURB), localizada no Estado de Santa Catarina. O projeto atua desde 1996, e recebe apoio financeiro da Pró-Re...

  2. Convertirse en madre durante la adolescencia: activación del rol materno en el control prenatal

    OpenAIRE

    Claudia Maria Moreno Mojica; Nancy Patricia Mesa Chaparro; Zorayda Pérez Cipagauta; Diana Paola Vargas Fonseca

    2015-01-01

    Introducción: Las adolescentes gestantes constituyen un grupo poblacional vulnerable,  con limitación en la construcción de la identidad personal frente a la materna e  imposibilidad de constitución  de una familia estable  que  afectan su calidad de vida y la del hijo por nacer. El objetivo del artículo es dar a conocer el alcance que tiene la aplicación de una estrategia de cuidado de enfermería que promovió el cuidado integral de la adolescente gestante en  la activación del rol materno du...

  3. Factores maternos asociados a la duración de la lactancia materna en Santos Suárez

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marianela de la C Prendes Labrada

    1999-01-01

    Full Text Available Se realizó un estudio descriptivo retrospectivo en el período comprendido entre enero de 1995 y junio de 1997 en los 17 consultorios de un Grupo Básico de Trabajo del Policlínico Docente Santos Suárez. Se seleccionó una muestra de 236 madres de niños nacidos en 1995 y 1996 a las que se aplicó una encuesta con el objetivo de identificar factores maternos asociados con el abandono de la lactancia materna exclusiva antes de los 4 meses. Se encontró que la mayoría de las madres abandonaron la lactancia materna exclusiva antes de los 4 meses (52,5 % y llos factores maternos que se asociaron con mayor frecuencia a esto fueron los menores de 20 años, madre estudiante, nivel de escolaridad primario y la primiparidad.A descriptive retrospective study was conducted from January, 1995, to June, 1997, at the 17 physician offices of a basic working group of the "Santos Suárez" Teaching Polyclinic. A sample of 236 mothers of children that were born between 1995 an 1996 was selected. These women were surveyed aimed at identifying maternal factors associated with the giving up of exclusive breast feeding before the 4th month. It was found that most of mothers gave up exclusive breast feeding before the 4 months (52,5 % and that the maternal factors more fequently connected with it were: age (under 20, student mothers, primary school level and primiparity.

  4. Uso materno antenatal de corticosteroide e marcadores de estresse oxidativo e de inflamação no sangue de cordão umbilical de recém-nascidos pré-termo de muito baixo peso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jamil P. S. Caldas

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a associação entre o uso materno antenatal de corticosteroide e os níveis sanguíneos de intermediários reativos de oxigênio (ROI, glutationa reduzida (GR e interleucina-6 (IL-6 em recém-nascidos pré-termo de muito baixo peso ao nascer. MÉTODOS: Estudo de coorte. A dosagem foi feita em sangue de cordão umbilical. A dosagem de ROI por granulócitos foi realizada por citometria de fluxo nos estados basal e estimulado; a GR, por espectrofotometria; e a IL-6, por enzyme-linked immunosorbent assay. Foram considerados dois grupos em relação ao uso de corticosteroide (betametasona antenatal: uso ou não da medicação; e, se presente, se foi de modo completo ou parcial. Variáveis maternas e neonatais foram consideradas para efeito de comparação dos grupos. As variáveis categóricas foram comparadas usando os testes do qui-quadrado ou de Fischer, e as comparações dos valores dos marcadores sanguíneos foram feitas usando-se o teste de Mann-Whitney. RESULTADOS: Os grupos de corticoterapia foram comparáveis em relação às variáveis maternas e neonatais, exceto a ocorrência de parto vaginal, o qual foi associado significativamente à ausência de uso de corticosteroide antenatal. Os valores de ROI, GR e IL-6 não se mostraram diferentes quando se avaliou a presença ou ausência da administração de esteroide; porém, quando o ciclo se fez de modo completo, encontraram-se menores medianas de ROI e IL-6. CONCLUSÃO: A administração de ciclo completo de betametasona à mãe exerceu um efeito supressor sobre a produção basal de ROI e de IL-6 em recém-nascidos pré-termo de muito baixo peso.

  5. Transplante cardíaco infantil: perspectivas e sentimentos maternos Trasplante cardiaco infantil: perspectivas y sentimientos maternos Heart transplant in children: maternal perspectives and feelings

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kiarelle Lourenço Penaforte

    2009-12-01

    Full Text Available Objetiva-se descrever as perspectivas maternas e sentimentos despertados pelo transplante cardíaco infantil. Estudo descritivo com abordagem qualitativa, desenvolvido no Hospital do Coração, de Messejana, em Fortaleza-CE, no período de agosto a novembro de 2007. Os sujeitos foram sete mães de crianças transplantadas. Utilizaram-se como técnicas a entrevista semiestruturada e a análise dos prontuários. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo, em três etapas, segundo Bardin, organizados, analisados e interpretados à luz da literatura pertinente, vivência das pesquisadoras e experiência das entrevistadas. Da análise das falas, emergiram as unidades temáticas: necessidade do transplante; fonte de apoio; sentimentos externados pelas mães; a doação e perspectivas. Conclui-se que a doação é um momento de felicidade vivenciada por todas as mães, tratando-se da solução para vida de seus filhos, e a presença autêntica do enfermeiro nesta ocasião torna-se ainda mais essencial, pois humanizar faz parte do cuidar da enfermagem.El objetivo fue describir las perspectivas maternas y los sentimientos provocados por el trasplante cardiaco infantil. Estudio descriptivo con abordaje cualitativo, desarrollado en el Hospital del Corazón, de Messejana, en Fortaleza-CE, en el período de agosto a noviembre del 2007. Los sujetos del estudio fueron siete madres de niños con transplante . Se utilizó como técnica la entrevista semiestructurada y el análisis de los registros médicos. Los datos fueron sometidos al análisis del contenido, en tres etapas, según Bardin, siendo organizados, analizados e interpretados a la luz de la bibliografía pertinente, de la vivencia de las investigadoras y de la experiencia de las entrevistadas. Del análisis del discurso , surgieron las unidades temáticas la necesidad del trasplante; las fuente de ayuda; los sentimientos expresados por las madres; la donación y sus perspectivas. Se concluy

  6. L-Arginina facilita a depressão alastrante cortical, de forma dependente da dose, em ratos nutridos e precocemente desnutridos

    OpenAIRE

    Maria Silva de Seixas Maia, Luciana

    2008-01-01

    A L-Arginina atua como precursor do óxido nítrico, que possui várias funções no sistema nervoso, e cuja síntese pode ser modulada pela ingestão de L-Arginina. Em trabalho anterior deste laboratório (Frazão, 2004), demonstrou-se que a administração de 300mg/kg/dia de L-Arginina durante o aleitamento facilita, em animais bem nutridos adultos (90-120 dias), a propagação do fenômeno da depressão alastrante cortical (DAC). Neste trabalho, ratos lactentes, nutridos e desnutridos, foram tratados por...

  7. Estrés Materno y Configuración Familiar: Estudio comparativo en Familias Chilenas Monoparentales y Nucleares de bajos ingresos / Maternal Stress and Family Constitution: Comparative Study on Chilean, Single-Mother and Nuclear, Low-Income Families

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Olhaberry

    2012-12-01

    Full Text Available Los estudios sobre estrés materno durante la crianza infantil han considerado variables contextuales para explicarlo. El nivel socioeconómico, así como la configuración familiar han sido variables relevantes, asociándose monoparentalidad en familias de bajos ingresos a mayores niveles de estrés materno. Se estudian los niveles de estrés materno en familias chilenas nucleares y monoparentales de N.S.E. bajo, considerando el estrés en distintas dimensiones, asociado al rol materno, a la interacción madre-hijo(a y a la percepción de dificultades en el niño(a percibidas por la madre. Se estudia un total de 169 diadas, 80 pertenecientes a familias monoparentales y 89 pertenecientes a familias nucleares con niños(as entre los 4 y 15 meses de edad. Se evaluaron los niveles de estrés materno con el Parental Stress Index, versión abreviada, desarrollado por R. Abidin (1995. Los resultados muestran niveles de estrés significativamente más altos en las madres pertenecientes a familias monoparentales en el estrés asociado al rol materno, a la percepción del niño(a como difícil y en el estrés total.

  8. Intervenções não farmacológicas no controlo da dor em cuidados intensivos neonatais Intervenciones no farmacológicas en el control del dolor en cuidados intensivos neonatales Non-pharmacological interventions in pain management in neonatal intensive care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Manuel Cunha Batalha

    2010-12-01

    Full Text Available Introdução: Apesar de se reconhecer que a maior parte da dor experimentada pelo recém-nascido (RN pode ser prevenida ou substancialmente aliviada, inúmeros estudos continuam a revelar um tratamento insuficiente. Objectivos: Determinar a prevalência e gravidade da dor sentida pelo RN submetido a cuidados intensivos e a efectividade das medidas terapêuticas não farmacológicas. Metodologia: Numa UCIN de um Hospital Universitário estudaram-se 170 RN, ao longo de um ano, de que resultaram 844 observações. Os dados foram colhidos através da observação do RN, entrevista a pais e enfermeiros prestadores de cuidados e análise retrospectiva seriada dos registos intermitentes efectuados no processo clínico. A Intensidade da dor foi medida através da escala Echelle Douleur et d’Inconfort du Nouveau-Né (EDIN. Resultados: Em oito horas de observação, as 844 observações realizadas mostraram uma alta prevalência de dor (94,8%, com predomínio para a dor ligeira (72,7%. As intervenções não farmacológicas foram utilizadas em 88,7% das observações, com evidência para os posicionamentos, massagens e técnicas de conforto. Conclusões: Os enfermeiros usam com frequência e eficácia as medidas não farmacológicas de conforto, massagem e posicionamentos, mas outras técnicas deveriam ser incrementadas como o uso de sacarose, glicose ou aleitamento materno.Introducción: A pesar de reconocerse que la mayor parte del dolor experimentado por el recién nacido (RN puede ser prevenido o sustancialmente aliviado, innúmeros estudios revelan todavía un tratamiento insuficiente. Objetivos: Determinar la prevalencia y gravedad del dolor sentido por el RN sometido a cuidados intensivos y la afectividad de las medidas terapéuticas no farmacológicas. Metodología: En una UCIN de un Hospital Universitario, se estudiaron 170 RN a lo largo de un año, de donde resultaron 844 observaciones. Los datos fueron recopilados a través de la observaci

  9. Práticas de apoio das avós à amamentação: revisão integrativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bárbara Helena de Brito Angelo

    2015-06-01

    Full Text Available Resumo Objetivos: investigar as práticas das avós de apoio à amamentação. Métodos: esta revisão integrativa buscou responder a seguinte questão norteadora: “Quais as práticas das avós de apoio à amamentação?”. Com o cruzamento dos descritores “rede social”, “aleitamento materno” e “relações familiares”, em agosto de 2012, nas bases de dados: National Library of Medicine (Medline, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs, Base de Datos de Enfermería em Español (CUIDEN, Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP, Base de Dados de Enfermagem (BDENF, Revisões Sistemáticas da Colaboração Cochrane (Cochrane e na biblioteca virtual Scientific Electronic Library Online (SciELO, 4092 artigos foram encontrados. Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, 20 artigos compuseram a amostra do estudo. Os resultados dos estudos foram agrupados por similaridade temática. Resultados: as avós reconhecem a importância do aleitamento materno; representam um modelo a ser seguido; auxiliam nos afazeres domésticos e na prestação de cuidados; fornecem informações e, por vezes, desestimulam o aleitamento materno. Conclusões: as práticas de apoio das avós são influenciadas por suas próprias experiências e pelo contexto sociocultural que estão inseridas.

  10. Problematic parent-infant relationships in two-parent families: prevalence and risk factors in a Brazilian neighborhood Relações problemáticas entre pais e criança em famílias com pai e mãe: prevalência e fatores de risco em um bairro brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Garcia Falceto

    2012-09-01

    investigar a prevalência e os fatores de risco de diferentes tipos de relações entre pais e lactentes em um bairro brasileiro. Métodos: Durante 1 ano, todas as famílias (n = 230 residentes em uma comunidade urbana de Porto Alegre, sul do Brasil, com filhos de 4 meses de idade nascidos em hospitais públicos foram identificadas, e 148 foram investigadas em detalhe por dois terapeutas familiares. Este estudo descreve os dados dos 116 lactentes com famílias formadas por pai e mãe. Variáveis demográficas, obstétricas e relacionais foram coletadas através de questionários e escalas (Parent-Infant Relationship Global Assessment Scale, Global Assessment of Relational Functioning e Self-Report Questionnaire. Razões de prevalência foram calculadas, e a regressão de Poisson com variância robusta foi utilizada para ajuste de covariáveis. Resultados: Quase 10% das mães e 12% dos pais mostraram pelo menos uma relação significativamente perturbada com seus lactentes de 4 meses de idade. Vínculo inadequado entre mãe e lactente coincidiu com evidências de transtorno mental paterno, uma rede social de apoio insatisfatória por parte da mãe e interrupção do aleitamento materno aos 4 meses. Relação problemática entre o pai e o lactente associou-se com relação disfuncional do casal e com baixo peso do lactente ao nascimento. Conclusões: Há uma alta prevalência de problemas nas relações precoces entre pais e filho, sugerindo a necessidade de intervenções do sistema de saúde. Problemas relacionais pais-filho são altamente prevalentes logo no início na vida do lactente e são mais associados a outros problemas relacionais do que a sobrecarga socioeconômica.

  11. Alteraciones en el vínculo materno- infantil: prevalencia, factores de riesgo, criterios diagnósticos y estrategias de evaluación

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruma Palacios-Hernández

    2016-06-01

    Full Text Available La interacción temprana entre una madre y su bebé durante el primer año de posparto, se centra en la respuesta emocional materna que determina el vínculo materno-infantil, considerado éste un importante mediador en el desarrollo psicosocial del infante. Alteraciones en esta vinculación temprana se asocian a importantes consecuencias en el infante a nivel cognitivo, social, de salud mental y con riesgo de maltrato, abuso infantil y hasta infanticidio. Los factores de riesgo para una alteración en el vínculo materno-infantil incluyen factores de la madre, del bebé, del embarazo, parto y posparto y del ambiente social. El estudio de los aspectos psicosociales de la relación temprana entre una madre y su infante, ha sido de principal interés en países desarrollados; sin embargo, en Latinoamérica la investigación es aún muy escasa. En la presente revisión se exploran las características del vínculo materno-infantil, sus factores de riesgo y consecuencias negativas más asociadas, así como una identificación de las estrategias de evaluación más usadas en diferentes países. La detección temprana de una problemática del vínculo materno-infantil es una estrategia fundamental para diseñar intervenciones de salud específicas y pertinentes que disminuyan las consecuencias adversas y promuevan el bienestar de la diada madre-bebé y su ámbito familiar.

  12. Cuidados maternos a crianças de baixo peso ao nascer Cuidados maternos a niños con bajo peso al nacer Mothers' care to the low birth weight infant

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Falleiros de Mello

    2002-09-01

    Full Text Available Este estudo é descritivo exploratório e teve por objetivo caracterizar os relatos maternos sobre o cuidado à saúde de crianças de baixo peso ao nascer no primeiro e segundo ano de vida, através de entrevistas domiciliares com um grupo de onze mães de crianças procedentes de Ribeirão Preto - SR De modo geral, as mães apontam dificuldades no cuidado de amamentar o bebê, alimentação e uso de medicação, referem preocupações com as intercorrências, reinternações e desenvolvimento psicomotor, implicando na necessidade de suporte profissional para avaliar e acompanhar o processo de crescimento e desenvolvimento infantil no cotidiano das famílias.Este estudio es descriptivo exploratório y tuvo por objetivo caracterizar los relatos maternos sobre el cuidado a la salud de niños con bajo peso al nacer en el primero y segundo ano de vida, a través de entrevistas domiciliares con un grupo de once madres de niños procedentes de Ribeirão Preto - SR De modo general, las madres apuntan dificultades en el cuidado relacionados a la lactancia del bebé, alimentación y uso de medicación. Refieren preocupaciones con las intercurrencias, reinternaciones y desarrollo psicomotor, implicando en la necesidad de soporte profesional para evaluar y acompañar el proceso de crecimiento y desarrollo infantil en el cotidiano de las familias.This is an exploratory and descriptive study which aimed at characterizing mothers' accounts on the care given to the health of children with low weight at birth during their first and second years of life by means of home interviews with a group of eleven mothers of children from Ribeirão Preto - SR The mothers pointed to difficulties with breastfeeding, the babies' diet and medication use. They also referred to concerns about intercurrences, re-hospitalizations and psychomotor development, which results in the need for professional support in order to evaluate and follow the growth and development process of

  13. Opinião de mulheres de uma unidade de saúde da família sobre a quantidade de leite materno produzido Opinión de mujeres de una unidad de salud familiar sobre la cantidad de leche materna producida Opinion of women from a family health unit about the quantity of mothermilk produced

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luiza Vilela Borges

    2003-06-01

    Full Text Available Trata-se de estudo com o objetivo de conhecer a opinião de mulheres sobre a quantidade de leite materno produzido, pois o leite insuficiente é uma das razões mais referidas por mulheres de diversas culturas, para a introdução de alimentos complementares na dieta de crianças, antes do quarto mês de vida. Foram entrevistadas 41 mulheres de uma unidade de saúde da família, na zona leste do Município de São Paulo, em seu próprio domicílio, em 1998 e 1999. A maioria das mães (82,9% considerou estar produzindo uma quantidade suficiente de leite materno. Elas utilizaram, como critérios para a avaliação da quantidade de leite materno produzido, o volume das mamas, a drenagem espontânea de leite e o estado da criança após a mamada. Todas as mulheres introduziram leite artificial antes do quarto mês de idade, porém as que referiram leite materno insuficiente o fizeram mais precocemente (p=0,0088.Este estudio tuvo como objetivo conocer la opinión de las mujeres en relación a la cantidad de leche materna que ellas produjeron durante la lactancia. La producción insuficiente de leche materna es una de las razones principales que las mujeres de diversas culturas argumentan para justificar la introducción de otros alimentos en la dieta de los niños antes del cuarto mes de vida. Entre 1998 y 1999, fueron entrevistadas, en su domicilio, 41 mujeres atendidas en la unidad de salud familiar de la zona éste del municipio de São Paulo. La mayoría de las madres (82,9% consideró que durante la amamentación produjeron una cantidad suficiente de leche materna. Los criterios, utilizados por ellas para calificar la cantidad de leche producida incluyeron, el volumen de los senos, la salida espontánea de leche y el estado de satisfacción del niño después de mamar. A pesar de que todas las mujeres comenzaron a dar leche artificial antes del cuarto mes de vida, aquellas que refirieron una producción insuficiente de leche materna, lo hicieron

  14. Experiência do cuidado materno e amamentação sob a ótica de mulheres vítimas de violência conjugal Experiencia del cuidado materno y amamantación por la óptica de mujeres víctimas de violencia conyugal Maternal care and breastfeeding experience of women suffering intimate partner violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Aguiar Lourenço

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os significados que mulheres vítimas de violência conjugal atribuem à experiência dos cuidados maternos e da amamentação. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Foi realizado estudo qualitativo com 11 mulheres que sofreram violência conjugal durante a gravidez, com idade entre 16 e 41 anos, recrutadas em um hospital do município do Rio de Janeiro entre os meses de janeiro e março de 2005. Foram realizadas entrevistas em profundidade com essas mulheres e a técnica utilizada para produzir os dados foi a história de vida tópica complementada por roteiro semi-estruturado. ANÁLISE DOS RESULTADOS: A experiência de cuidar e amamentar foi expressa por sentimentos ambíguos: marcadamente solitária e de momentos vistos como positivos. O desmame ocorreu precocemente para a maioria das entrevistadas. A necessidade de trabalhar fora, a falta de informação sobre amamentação e a própria experiência de violência foram as principais razões expostas para não prosseguirem com a amamentação. CONCLUSÕES: O estudo aponta a necessidade de considerar a mulher como protagonista do modelo assistencial em amamentação, construindo espaços de escuta que incluam a atenção para a violência conjugal, bem como meios diferenciados de apoio.OBJETIVO: Describir los significados que mujeres víctimas de violencia conyugal atribuyen a la experiencia de los cuidados maternos y de la amamentación. PROCEDIMIENTOS METODOLÓGICOS: Fue realizado estudio cualitativo con 11 mujeres que sufrieron violencia conyugal durante el embarazo con edad entre 16 y 41 años, reclutadas en un hospital del município de Rio de Janeiro entre los meses de enero y marzo de 2005. Fueron realizadas entrevistas en profundidad con esas mujeres y la técnica utilizada para producir los datos fue la historia de vida tópica complementada por plan semi-estructurado. ANÁLISIS DE LOS RESULTADOS: La experiencia de cuidar y amamantar fue representada por sentimientos

  15. Oxigênio suplementar em cesariana eletiva sob raquianestesia: manejar um punhal com cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saban Yalcin

    2013-10-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Nosso objetivo foi investigar o efeito de 21% e 40% de oxigênio suplementar sobre o estresse oxidativo materno e neonatal em cesariana eletiva (CE sob raquianestesia. MÉTODOS: Foram incluídas no estudo 80 parturientes com gestação a termo, submetidas à CE sob raquianestesia. As pacientes foram randomicamente alocadas em dois grupos para receberem 21% (grupo Ar ou 40% (grupo oxigênio de oxigênio a partir do momento da incisão até o fim da cirurgia. Amostras de sangue das parturientes e da artéria umbilical (AU foram coletadas antes e depois da cirurgia. A capacidade antioxidante total (CAT, o estado oxidante total (EOT e o índice de estresse oxidativo (IEO foram medidos. RESULTADOS: Idade, peso, altura, paridade, semana de gestação, tempo de incisão espinhal, tempo de incisão cirúrgica para extrair o feto, tempo de extração do feto, tempo de cirurgia, escores de Apgar no primeiro e quinto minutos e peso ao nascer foram semelhantes entre os grupos (p > 0,05 em todas as comparações. Não houve diferença entre os grupos em relação aos níveis pré-operatórios de CAT, EOT e IEO (p > 0,05 em todas as comparações. Os níveis maternos pós-operatórios de CAT, EOT e IEO aumentaram significativamente no grupo oxigênio (p = 0,047; < 0,001 e 0,038, respectivamente. Nas artérias umbilicais, os níveis da CAT aumentaram significativamente no grupo oxigênio (p = 0,003 e os de EOT e IEO aumentaram significativamente no grupo Ar (p = 0,02 e < 0,001, respectivamente. CONCLUSÕES: A diferença em relação ao impacto sobre o estresse oxidativo materno e fetal da suplementação de 40% em comparação com a de 21% exige estudos adicionais em ampla escala que investiguem o papel da suplementação de oxigênio durante CE sob raquianestesia.

  16. Concentração de lactato e glicemia em cadelas e neonatos nascidos de cesariana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.M.C. Bueno

    2012-12-01

    Full Text Available Avaliaram-se a concentração de lactato e a glicemia em sete cadelas em trabalho de parto submetidas à cesariana e em seus respectivos neonatos. O lactato materno foi mensurado utilizando-se medidor portátil e pelo método enzimático colorimétrico. Nos neonatos avaliou-se também o peso ao nascimento. Os valores de lactato materno e neonatal foram estatisticamente diferentes, sendo mais elevado nos neonatos. Ao nascimento, as cadelas e os neonatos encontravam-se normoglicêmicos, e não se observou correlação entre a glicemia de ambos. Os valores de lactato obtidos pelo o analisador portátil (3,5±0,6mmol/L foram mais altos do que os obtidos pelo método enzimático colorimétrico (1,6±0,6mmol/L. Observou-se correlação significativa entre o peso do neonato e a concentração de lactato, isto é, os filhotes de menor peso apresentaram maior concentração de lactato.

  17. Concentração de lactato sérico em ovelhas e cordeiros mestiços (1/2 Suffolk nascidos em eutocia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.P. Silva

    2013-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi avaliar a concentração de lactato sanguíneo venoso em ovelhas e em cordeiros neonatos imediatamente após o parto eutócico. Foram utilizadas 14 ovelhas, sendo nove da raça Suffolk e quatro mestiças e 20 cordeiros neonatos sadios (machos e fêmeas. O efeito do sexo, da raça e do número de cordeiros por parto foi investigado, bem como a possível correlação entre a concentração de lactato materno e neonatal. Não houve diferença entre machos e fêmeas, em relação à raça (Suffolk e mestiços, contudo a concentração de lactato foi mais elevada em cordeiros gêmeos ou trigêmeos quando comparado a cordeiros uníparos. Houve correlação positiva entre a concentração materna e a neonatal, sendo que quanto maior a concentração de lactato materno, maior a concentração no cordeiro imediatamente após o parto eutócico. Os resultados do presente estudo fornecem um subsídio por meio do qual se podem comparar os níveis de lactato sanguíneo em cordeiros em estado crítico.

  18. Impacto das malformações congênitas na mortalidade perinatal e neonatal em uma maternidade-escola do Recife

    OpenAIRE

    Amorim,Melania Maria Ramos de; Vilela,Paulo Carvalho; Santos,Aleksana Regina Viana Dutra; Lima,Ana Luiza Medeiros Vasconcelos; Melo,Eduardo França Pessoa de; Bernardes,Hildenice Ferreira; Menezes Filho,Paulo Fernando Bezerra de; Guimarães,Vilma Bezerra

    2006-01-01

    OBJETIVOS: determinar a incidência de malformações congênitas em recém-nascidos assistidos em uma maternidade-escola de Recife e avaliar o impacto destas malformações na mortalidade perinatal e neonatal. MÉTODOS: realizou-se um estudo longitudinal durante os meses de setembro de 2004 a maio de 2005, analisando-se todos os partos assistidos no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP. Determinou-se a freqüência e o tipo de malformações congênitas e foram calculados os coeficien...

  19. Vitamina E no soro e colostro humanos em condições de jejum e pós-prandial

    OpenAIRE

    Dimenstein, Roberto; Medeiros, Ana C. P.; Cunha, Lahyana R. F.; Araújo, Katherine F.; Dantas, Juliana C. O.; Macedo, Thamizy M. S.; Stamford, Tânia L. M.

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a concentração de alfa-tocoferol no soro e colostro maternos, seja em condições de jejum ou pós-prandial. MÉTODOS: Trinta parturientes saudáveis atendidas em uma maternidade pública foram recrutadas para o estudo, e amostras de sangue, colostro em jejum e colostro pós-prandial foram coletadas até 12 horas pós-parto. RESULTADOS: A concentração sérica de alfa-tocoferol foi de 1.939,8±766,0 μg/dL. O alfa-tocoferol no colostro em jejum, 1.603,4±911,0 μg/dL, e após a refeição, 1....

  20. Vitamina E no soro e colostro humanos em condições de jejum e pós-prandial

    OpenAIRE

    Dimenstein,Roberto; Medeiros,Ana C. P.; Cunha,Lahyana R. F.; Araújo,Katherine F.; Dantas,Juliana C. O.; Macedo,Thamizy M. S.; Stamford,Tânia L. M.

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a concentração de alfa-tocoferol no soro e colostro maternos, seja em condições de jejum ou pós-prandial. MÉTODOS: Trinta parturientes saudáveis atendidas em uma maternidade pública foram recrutadas para o estudo, e amostras de sangue, colostro em jejum e colostro pós-prandial foram coletadas até 12 horas pós-parto. RESULTADOS: A concentração sérica de alfa-tocoferol foi de 1.939,8±766,0 μg/dL. O alfa-tocoferol no colostro em jejum, 1.603,4±911,0 μg/dL, e após a re...

  1. Depresión mayor en embarazadas atendidas en el Instituto Nacional Materno Perinatal de Lima, Perú Major depression in pregnant women served by the National Materno-Perinatal Institute in Lima, Peru

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matilde Lena Luna Matos

    2009-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar la prevalencia de depresión mayor durante el embarazo y establecer las características sociodemográficas y obstétricas de las mujeres embarazadas con depresión mayor atendidas en la consulta externa de un hospital de Lima, Perú. MÉTODOS: Estudio descriptivo transversal de asociación simple. Se analizaron 222 gestantes de 16 a 42 años con bajo riesgo obstétrico que acudieron a la consulta externa del Departamento de Obstetricia del Instituto Nacional Materno Perinatal de Lima, Perú, entre el 2 de junio y el 28 de noviembre de 2006. A cada embarazada se le aplicó la escala de depresión de Edimburgo y un cuestionario sobre datos sociodemográficos y obstétricos. Se determinó la relación entre las variables de estudio según la presencia de depresión mayor mediante las pruebas de la χ2 y de la Z, según el tipo de variable. RESULTADOS: De las 222 gestantes estudiadas, 89 (40,1% presentaron depresión mayor. Las mujeres casadas tendían a deprimirse menos; las que no planificaron su embarazo y que presentaron complicaciones durante su gestación tendieron a deprimirse más que sus pares. No se encontró que la edad, el número de hijos, la edad gestacional, el nivel educacional, los antecedentes de aborto, el consumo de alcohol u otras sustancias, la falta de apoyo familiar y la percepción de tener problemas de pareja, familiares, económicos o personales influyeran en la frecuencia de depresión. CONCLUSIONES: La prevalencia de depresión mayor en las gestantes estudiadas fue muy elevada. Se debe prestar especial atención a las mujeres que manifiestan tener un embarazo no planificado y las que sufren complicaciones durante su embarazo, a fin de llegar a diagnósticos tempranos y aplicar tratamientos oportunos.OBJECTIVES: To determine the prevalence of major depression during pregnancy and to define the sociodemographic and obstetric characteristics of pregnant women with major depression treated by the

  2. Afecções oculares prevalentes em crianças de baixa renda atendidas em um serviço oftalmológico na cidade do Recife - PE, Brasil

    OpenAIRE

    Albuquerque,Raquel Costa; Alves,João Guilherme Bezerra

    2003-01-01

    OBJETIVOS: Descrever os distúrbios visuais diagnosticados em um grupo de crianças carentes, assistidas no serviço oftalmológico do Instituto Materno-Infantil de Pernambuco (IMIP). MÉTODOS: Estudo descritivo, realizado com uma amostra representativa (n=388), selecionada de forma aleatória da clientela de baixa renda na faixa etária de 0 a 15 anos, atendida no período de fevereiro a outubro de 2001 no IMIP. Os diagnósticos, estabelecidos pelos médicos oftalmologistas do serviço, foram classific...

  3. Efectos de los RNAm maternos sobre la maduración del ovocito y el desarrollo embrionario temprano en mamíferos. Revisión

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. Eduviges Burrola-Barraza

    2015-01-01

    Full Text Available Obtener o vocitos madurados in vitro , que sean competentes para fertilizarse y originar un porcentaje superior al 50 % de blastocitos viables, es una de las principales metas que existen en el desarrollo in vitro de embriones bovinos. Es por ello necesario entender los procesos celulares, que desembocan en la maduración del ovocito durante la foliculogénesis y su subsecuente transición al embrión. La transición del ovocito al embrión es un p roceso complejo que involucra la inactivación genómica del ovocito y la activación del genoma embrionario. Este proceso se da en bovinos en la etapa de 8 a 16 células y presenta una degradación selectiva de RNAm maternos, que fueron almacenados durante la ovogénesis y son la fuente para la codificación de proteínas en las etapas iníciales del desarrollo embrionario. La acción de los RNAm maternos es clave para que la activación del genoma embrionario se realice en tiempo y forma adecuados. Entender la participación de estos transcritos en la activación del genoma embrionario, es esencial para esclarecer los procesos celulares que fallan en los protocolos de maduración de ovocitos in vitro . Es por esto que el objetivo de esta revisión fue recopilar la información de los principales RNAm maternos que han sido identificados tanto en el modelo murino como el bovino, esto con el fin de integrar el conocimiento relacionado con los procesos genómicos que permiten el desarrollo del embrión en el bovino, y diseñar nuevas estrategias que permitan mejorar los protocolos de fertilización in vitro.

  4. Frecuencia de anomalías congénitas en el Instituto Materno Infantil de Bogotá.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Herbert García

    2003-06-01

    Full Text Available Se analizaron 5.686 nacimientos (5.597 vivos y 89 muertos correspondientes a dos series realizadas entre los meses de octubre de 1997 y abril de 1998 y de julio a noviembre de 2000 (12 meses en el Instituto Materno Infantil de Bogotá. Se detectaron anomalías congénitas en 4,4% de los recién nacidos vivos y en 7,8% de los mortinatos. Las anomalías mayores constituyen el 69% de todas las anomalías y se encuentran en 3% de los recién nacidos vivos. Las anomalías moderadas son el 31% de todas las anomalías y se detectaron en 1,4% de los recién nacidos vivos. Los recién nacidos con anomalías mayores, en comparación con los controles, registran una mayor mortalidad al momento del alta hospitalaria (p=0,0001, menor peso promedio al nacer (p=0,003 y antecedentes de anomalía en la familia (p=0,0001. Las anomalías moderadas están asociadas únicamente con antecedentes de anomalías familiares (p=0,0001. Las anomalías congénitas muestran una frecuencia en nuestro medio semejante a las de otros estudios del país y del exterior, aunque, individualmente, algunas anomalías muestran variaciones significativas en sus frecuencias que pueden deberse a sobre o subregistros o a diferencias metodológicas en su detección.

  5. [Neoliberalism in health: the torture of the health care workers of the Bogota's Instituto Materno Infantil (child and maternity hospital)].

    Science.gov (United States)

    Abadía, César B; Pinilla, María Y A; Ariza, Katerine R; Ruíz, Héctor C S

    2012-06-01

    To link, from a historical point of view, the most significant transformations of the Instituto Materno Infantil (IMI) [the oldest child and maternity hospital of the country] during its process of crisis, closure and liquidation with the experiences of the hospital workers. To find experience-based and theoretical elements that can interconnect the process of health care privatization of the country with the workers' experiences of resistance and pain/suffering. Critically-oriented ethnography based on continuous collective field work, historical research (primary and secondary sources) and semi-structured interviews with 5 women who worked at the IMI for more than 15 years. A time line of 4 main periods: Los años de gloria [The golden years] (up to 1990); Llega el neoliberalismo [Neoliberalism arrives] (1990-2000); La crisis y las resistencias [Crisis and resistances] (2001-2005); and Liquidación [Liquidation (2006-20??)]. The narratives of the interviewed women unveil multiple aggressions that have intensified since 2006, have caused pain and suffering and are examples of violations of human and labour rights. We suggest to analyze the links between the different kinds of violence and pain and suffering as torture. This category is defined as the set of violent actions that cause physical and emotional pain, which are performed by actors in positions of power over other people who challenge that power and are part of modern States' ideological principles around a defined moral social order. For the IMI workers' case, the ideological principle that is being challenged is health care neoliberalism. From the analyses of bureaucracy, confinement, torturing agents, and the breaking-off of the body-mind unit we conclude that this relationship between neoliberalism and torture aims to eliminate the last health care workers of the country who had job stability and full-benefits through public labour contracts. Their elimination furthers the accumulation of capital

  6. Proteinúria nas síndromes hipertensivas da gestação: prognóstico materno e perinatal Proteinuria in hypertensive syndrome of pregnancy: maternal and perinatal outcome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tarcísio Mota Coelho

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o valor prognóstico da proteinúria nas gestantes com síndromes hipertensivas nos desfechos maternos e perinatais. MÉTODOS: Estudo transversal retrospectivo de 334 gestantes com síndromes hipertensivas que pariram no Hospital São Paulo na disciplina de Obstetrícia da UNIFESP/EPM, no período de 1º de janeiro de 1999 a 31 de dezembro de 2002. RESULTADOS: Após a revisão dos prontuários, as pacientes foram divididas em quatro grupos: I sem proteinúria (n-203, II com proteinúria de 0,3 a 1g (n-39, III de 1 a 2g (n-45 e grupo IV de 2g ou mais (n-47. Na ausência da proteinúria houve um caso de descolamento prematuro da placenta. Com proteinúria observou-se desfechos maternos adversos, com a presença das complicações, proporcional à elevação da proteinúria, sendo a síndrome HELLP a mais freqüente com 30,5% (40/131 seguida da eclâmpsia com 3,8% (5/131, DPP 3,01% (4/131 e insuficiência renal 0,7% (1/131. Foi constatado um óbito materno nesse grupo, perfazendo-se o CMM de 763100.000/n.v. Em relação aos desfechos perinatais, no grupo sem proteinúria não houve elevação dos efeitos adversos. Na presença da proteinúria e a elevação dos seus níveis observou-se pior prognóstico perinatal com os seguintes indicadores: aumento da prematuridade (62,2% vs 11,5%, recém-nascidos com peso 2g (297,8 vs 19,7. CONCLUSÕES: A presença da proteinúria e a elevação dos seus níveis, aumentaram as complicações maternas, principalmente a síndrome HELLP e eclâmpsia. Observou-se incidência de complicações perinatais com elevação significativamente maior da prematuridade, recém-nascidos com Apgar AIM: The purpose of this study was to determine the role of proteinuria on pregnancy outcome in hypertensive syndrome with singleon pregnancies. METHODS: Transversal study with retrospective data of 334 pregnancies complicated by hypertensive syndromes who were delivered in the Department of Obstetrics of UNIFESP

  7. Fatores determinantes do sobrepeso em crianças menores de 4 anos de idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilmar M. de Jesus

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever a prevalência e os fatores determinantes do sobrepeso de crianças menores de 4 anos de idade de Feira de Santana (BA. MÉTODOS: Estudo transversal aninhado em uma coorte de nascidos (n = 793 em Feira de Santana. As variáveis independentes foram relacionadas às características das crianças, aos fatores sociodemográficos e reprodutivos maternos e à alimentação da criança aos 4 meses. A variável dependente foi o sobrepeso avaliado pelo índice peso/estatura, comparado ao padrão do Multicentre Growth Reference Study de 2006. Adotaram-se os pontos de corte de normalidade -2 e +2 escore z em relação à mediana da população de referência. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual de Feira de Santana, sob registro nº 096