WorldWideScience

Sample records for vulnerabilidade ao hiv

  1. Elementos de vulnerabilidade individual de adolescentes ao HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melina Mafra Toledo

    2011-04-01

    Full Text Available A adolescência é caracterizada pela experimentação e descoberta, pelo desenvolvimento da autonomia e pela sexualidade. O objetivo desse estudo foi identificar as evidências científicas da literatura sobre os elementos da dimensão individual da vulnerabilidade de adolescentes ao HIV/AIDS. Através da revisão sistemática integrativa, em bases e bancos de dados eletrônicos (Cinahl PubMed, Scopus, LILACS, Adolec, Dedalus, BDTD e Portal de Teses da Universidade de São Paulo rastrearam-se trabalhos publicados entre 1996 e 2006. Compuseram a amostra final 41 estudos. O elemento da vulnerabilidade individual mais freqUente nos estudos foi o grau e qualidade do conhecimento sobre HIV/AIDS. A revisão permitiu identificar evidências científicas da vulnerabilidade individual relevantes para o planejamento das ações de prevenção à infecção pelo HIV em adolescentes.

  2. Elementos de vulnerabilidade individual de adolescentes ao HIV/AIDS

    OpenAIRE

    Melina Mafra Toledo; Renata Ferreira Takahashi; Mónica Cecilia De-La-Torre-Ugarte-Guanilo

    2011-01-01

    A adolescência é caracterizada pela experimentação e descoberta, pelo desenvolvimento da autonomia e pela sexualidade. O objetivo desse estudo foi identificar as evidências científicas da literatura sobre os elementos da dimensão individual da vulnerabilidade de adolescentes ao HIV/AIDS. Através da revisão sistemática integrativa, em bases e bancos de dados eletrônicos (Cinahl PubMed, Scopus, LILACS, Adolec, Dedalus, BDTD e Portal de Teses da Universidade de São Paulo) rastrearam-se trabalhos...

  3. Vulnerabilidad al VIH en mujeres en riesgo social Vulnerabilidade ao HIV em mulheres em risco social HIV vulnerability in women at social risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfonso Urzúa Morales

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Evaluar la vulnerabilidad por factores de riesgo al VIH/SIDA en mujeres en riesgo social. MÉTODOS: Estudio llevado a cabo con 178 mujeres dueñas de casa (n=101 y trabajadoras del sector salud (n=77 de Antofagasta, Chile, en 2006-2007. Las dueñas de casa fueron consideradas en riesgo social. La vulnerabilidad al VIH fue calculada por medio de una escala que agrupó 21 reactivos en tres dimensiones: roles de género, comunicación con la pareja y actitud ante al uso del preservativo. Para determinar el peso relativo de cada una de las dimensiones en la vulnerabilidad total se realizó un análisis de regresión múltiple utilizando el puntaje total de la escala como variable dependiente y cada una de las tres dimensiones como variable independiente. RESULTADOS: En el grupo general, la dimensión con peso relativo mayor fue la dimensión actitud frente al uso del preservativo (0.542, seguida de relación de pareja (0.453 y roles de género (0.379. Para mujeres dueñas de casa, se observó una variación: relación de pareja (0.597, actitud frente al uso del preservativo (0.508 y roles de género (0.403. Para trabajadoras de la salud, el peso de las dimensiones fue: actitud frente al uso del preservativo (0.638, relación de pareja (0.397, y roles de género (0.307. CONCLUSIONES: Los resultados permiten inferir diferencias en los factores que condicionan la vulnerabilidad al VIH en los grupos de mujeres, siendo para aquellas que están en riesgo social el rol de género el factor con mayor capacidad predictiva de riesgo.OBJETIVO: Avaliar a vulnerabilidade por fatores de risco ao HIV/Aids em mulheres em risco social. MÉTODOS: Estudo realizado com 178 mulheres donas de casa (n=101 e trabalhadoras do setor de saúde (n=77 de Antofagasta, no Chile, em 2006-2007. As donas de casa foram consideradas em risco social. A vulnerabilidade ao HIV foi calculada por meio de uma escala que reuniu 21 itens em três dimensões: papéis de g

  4. Diferenças entre adolescentes do sexo feminino e masculino na vulnerabilidade individual ao HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Holanda Dutra dos Anjos

    2012-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar comparativamente a vulnerabilidade ao HIV/AIDS de homens e mulheres adolescentes, baseada em seus conhecimentos, valores e práticas. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo com abordagem quantitativa. Os estudantes responderam a um questionário do qual foram selecionadas questões relevantes para análise. Totalizaram 207 adolescentes, sendo 43,5% do sexo masculino e 56,5% do feminino. A maior parte dos adolescentes declara já ter tido sua primeira relação sexual até o momento do estudo. Observaram-se déficits de conhecimento sobre transmissão do HIV e práticas sexuais seguras. Embora haja conhecimento declarado das técnicas de uso do preservativo, isso não reflete em seu uso constante. Observaram-se valores ligados às representações de gênero, mas percebe-se uma evolução quanto à autonomia e poder de negociação das meninas sobre o uso do preservativo.

  5. Questões invisíveis e as histórias contadas por jovens: deficiência intelectual e vulnerabilidade ao HIV/aids

    OpenAIRE

    2010-01-01

    O presente estudo, de natureza qualitativa, teve como objetivo conhecer e analisar os aspectos que influenciam na vulnerabilidade ao HIV/aids, nos três eixos: individual, social e programático, de jovens com deficiência intelectual, acima de 18 anos, por intermédio de relatos individuais de suas vidas e cotidiano. Vulnerabilidade é o movimento de considerar a chance de exposição das pessoas ao adoecimento como resultante de um conjunto de aspectos não apenas individuais, mas também coletivos,...

  6. Caminhoneiros de rota curta e sua vulnerabilidade ao HIV, Santos, SP Vulnerability to HIV and AIDS of short distance truck drivers stationed, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Villarinho

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a vulnerabilidade, de caminhoneiros de rota curta, à transmissão sexual do HIV e da Aids. MÉTODOS: Foram entrevistados 279 caminhoneiros com vínculo de trabalho na cidade de Santos, SP, em locais de concentração na área portuária e suas proximidades, sindicatos e associações, recrutados pela amostragem do tipo "bola-de-neve". Foram realizadas entrevistas utilizando perguntas abertas e fechadas sobre questões sociodemográficas, práticas sexuais, uso de drogas, conhecimento sobre o HIV e a Aids, contato prévio com programas de prevenção à Aids em Santos, percepção de sua vulnerabilidade ao HIV e à Aids. Foi realizada análise descritiva da amostra, e apresentados relatos para ilustrar algumas situações de vulnerabilidade. RESULTADOS: Do total de 279 caminhoneiros entrevistados, 93% declararam ter parceira fixa, 40% referiram manter relações sexuais com parceiras casuais, e 19% referiram manter relações sexuais com parceiras freqüentes. A principal situação de vulnerabilidade ao HIV ocorre devido ao uso inconsistente do preservativo, interligado ao vínculo estabelecido com cada parceira. O tempo fora de casa parece não ser o principal fator para situações de vulnerabilidade, conforme demonstram estudos com caminhoneiros de rota longa. CONCLUSÕES: A cultura "machista" e os papéis tradicionais masculinos são emblemáticos entre os caminhoneiros de rota curta. Certamente é necessário investir mais na prevenção nessa categoria profissional. A prevenção em locais de trabalho parece promissora, pois permite entender melhor seu universo, propiciando intervenções educativas adequadas a essa categoria profissional.OBJECTIVE: To describe the vulnerability to sexually transmitted HIV/AIDS of short distance truck drivers. METHODS: Using a snowball sampling procedure, 279 truck drivers working in the port area and vicinities, unions and workers' associations of Santos, Brazil, were selected and

  7. ANÁLISE DA VULNERABILIDADE SEXUAL DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS AO HIV/AIDS

    OpenAIRE

    Elys Oliveira Bezerra; Ana Clara Patriota Chaves; Maria Lúcia Duarte Pereira; Flaviana Ribeiro Gomes de Melo

    2012-01-01

    Delante de la vulnerabilidad de jóvenes al VIH/SIDA, el objetivo fue analizar las vulnerabilidades relacionadas con la transmisión sexual del VIH entre estudiantes universitarios. Estudio cuantitativo, llevado a cabo en institución pública de educación superior en Fortaleza- CE, Brasil. Participaron 161 estudiantes. Para recolección de datos, se utilizaron dos cuestionarios auto administrados en situación colectiva. La mayoría de los participantes era mujer (67,1%); había iniciado la vida sex...

  8. Production of women on vulnerability to HIV / aids: an integrative review of the literature Produção sobre vulnerabilidades de mulheres ao hiv/aids: uma revisão integrativa da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Josefa Fernandes Beserra

    2015-12-01

    Full Text Available Objetivo: Conhecer os fatores associados às vulnerabilidades de mulheres ao HIV/aids. Métodos: Elaborou-se uma revisão integrativa nas bases de dados LILACS, SCIELO e MEDLINE, com os descritores HIV; SIDA; vulnerabilidade; saúde da mulher e/ou HIV; Aids; vulnerability; women's health, no período de 2002 a 2012. Resultados: A amostra de 40 artigos permitiu a identificação de 06 fatores: Ausência do preservativo em relacionamentos estáveis, Relações de gênero e poder, Submissão feminina nas relações afetivas, Racismo e violência contra a mulher, Uso de drogas e Situação socioeconômica. Discussão: Evidenciou-se que a vulnerabilidade de mulheres ao HIV é resultado de um conjunto de fatores e características que levam a contextos de vulnerabilidade. Conclusão: Discutir essas vulnerabilidades implica em refletir sobre valores individuais ou de grupo, crenças, sexualidade, etnia, situação social, cultural, comportamentos de risco que estão levando as mulheres à contaminação, aumentando a epidemia da doença. Descritores: Vulnerabilidade; HIV; SIDA; Saúde da mulher.

  9. Masculinidade hegemônica, vulnerabilidade e prevenção ao HIV/AIDS Hegemonic masculinity, vulnerability and the prevention of HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joilson Santana Marques Junior

    2012-02-01

    Full Text Available O estudo tem como objetivo analisar as relações entre masculinidade, vulnerabilidade e prevenção do HIV/AIDS, com a ancoragem em narrativas de homens jovens pertencentes às chamadas classes trabalhadoras urbanas, levando em conta não só os sentidos atribuídos à prevenção por parte desses sujeitos, mas também considerando a relação dialética entre individuo e sociedade. O referencial conceitual engloba três eixos masculinidade hegemônica, prevenção e vulnerabilidade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa baseada na perspectiva da hermenêutica dialética que utiliza o método de interpretação de sentidos. A análise produziu dois eixos como resultados: A masculinidade hegemônica como fator de vulnerabilidade; Mitos e preconceitos como fatores de vulnerabilidade ao HIV/AIDS; Em termos de conclusão, reforça-se a necessidade da discussão acerca da prevenção encampar a necessidade de colocar na ordem do dia a construção do sistema sexo/gênero em volta do qual se articulam os significados sociais da masculinidade e da feminilidade que influenciam estruturalmente o plano das relações afetivo sexuais, em geral, e a prevenção do HIV/AIDS, em específico.The study aims to examine the relationship between masculinity, vulnerability and the prevention of HIV/AIDS, based on reports from young men from the so-called urban working classes, taking into account not only the meanings attributed to prevention by these subjects, but also considering the dialectical relationship between the individual and society. The conceptual framework encompasses the three main aspects of hegemonic masculinity, prevention and vulnerability. This involves qualitative research based on the perspective of dialectical hermeneutics that uses the method of interpretation of meanings. The analysis yielded two main results, namely hegemonic masculinity as a vulnerability factor, and myths and prejudices as factors of vulnerability to HIV/AIDS. By way of

  10. Vulnerabilidade ao HIV: turismo e uso de álcool e outras drogas Vulnerability to HIV: tourism and the use of alcohol and other drugs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro de Oliveira Santos

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever situações de uso de álcool e outras drogas envolvendo turistas, e suas implicações para a vulnerabilidade ao HIV. MÉTODOS: Estudo exploratório e qualitativo conduzido em comunidades anfitriãs do turismo do Vale do Ribeira, em São Paulo, no período de outubro de 2002 a fevereiro de 2003. A primeira etapa do estudo entrevistou 29 monitores de quatro comunidades anfitriãs para levantar cenas de uso drogas envolvendo turistas. A segunda etapa consistiu de duas oficinas de trabalho, reunindo 77 entrevistados e profissionais de saúde e educação de dez comunidades para dramatizar as cenas levantadas nas entrevistas, compartilhar repertórios para lidar com essas situações e conhecer as formas de prevenção do HIV. RESULTADOS: As cenas evidenciaram que o uso de álcool e outras drogas pelos turistas ampliam a vulnerabilidade à transmissão do HIV ao favorecer as relações sexuais ocasionais sem preservativo e o assédio e abuso sexual. O trabalho de prevenção ao HIV nas comunidades anfitriãs do turismo precisa levar em conta o consumo dessas substâncias, que dificulta a prática do sexo seguro e, no caso do uso de drogas injetáveis de forma compartilhada, constitui fator de risco para a transmissão do vírus. CONCLUSÕES: O estudo forneceu elementos para ajudar a compreender como situações de uso de álcool e outras drogas inserem-se no cotidiano das comunidades anfitriãs ampliando a vulnerabilidade ao HIV. O estudo produziu análise do contexto social de transmissão do vírus, que pode subsidiar a elaboração de programas de prevenção mais adequados a essas comunidades.OBJECTIVE: To describe situations of alcohol and other drug use involving tourists, and their implications regarding vulnerability to HIV. METHODS: This was an exploratory qualitative study conducted in communities that host tourism in the Vale do Ribeira, State of São Paulo, from October 2002 to February 2003. In the first stage of

  11. ANÁLISE DA VULNERABILIDADE SEXUAL DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS AO HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elys Oliveira Bezerra

    2012-01-01

    Full Text Available Delante de la vulnerabilidad de jóvenes al VIH/SIDA, el objetivo fue analizar las vulnerabilidades relacionadas con la transmisión sexual del VIH entre estudiantes universitarios. Estudio cuantitativo, llevado a cabo en institución pública de educación superior en Fortaleza- CE, Brasil. Participaron 161 estudiantes. Para recolección de datos, se utilizaron dos cuestionarios auto administrados en situación colectiva. La mayoría de los participantes era mujer (67,1%; había iniciado la vida sexual (63,4%; nunca hizo la prueba del VIH (80%. La edad media en la primera relación sexual fue 17,2 años. La escuela fue la principal fuente de información acerca de la prevención del VIH. Fueron observados conocimientos limitados acerca de la prevención del VIH, actitudes favorables al uso del condón, baja percepción de riesgo en sus prácticas, además desconocimiento del estatus serológico, lo que señala la necesidad de invertir en acciones de educación sobre sexualidad y Enfermedades de Transmisión Sexual/SIDA en la universidad.

  12. Estudo descritivo da homofobia e vulnerabilidade ao HIV/Aids das travestis da Região Metropolitana do Recife, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Juliana de Sousa

    2013-08-01

    Full Text Available O estudo buscou conhecer as vulnerabilidades ao HIV/Aids das travestis da Região Metropolitana do Recife. Optou-se por utilizar o método amostral conduzido pelo entrevistado, conhecido por Respondent Driven Sampling (RDS. Entre as 110 travestis foram encontrados altos índices de homofobia em locais como: serviços de segurança, locais de trabalho, ambiente familiar e religioso, vizinhança, escola, comércio, locais de lazer e nos serviços de saúde. Entre as situações de violência sofridas destacam-se a agressão verbal (81,8% e física (68,2%. O teste de HIV realizado alguma vez na vida foi observado em 84,4%. Encontrou-se um alto nível de conhecimento sobre as formas de prevenção e transmissão da infecção pelo HIV. A maioria iniciou a vida sexual antes dos 15 anos e sem o uso do preservativo. No contexto da epidemia do HIV/Aids observa-se que as estratégias de promoção da saúde só poderão ser eficazes se forem considerados fatores que ampliam a compreensão da vulnerabilidade ao HIV/Aids, como a homofobia.

  13. Estudo descritivo da homofobia e vulnerabilidade ao HIV/Aids das travestis da Região Metropolitana do Recife, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Juliana de Sousa

    2013-08-01

    Full Text Available O estudo buscou conhecer as vulnerabilidades ao HIV/Aids das travestis da Região Metropolitana do Recife. Optou-se por utilizar o método amostral conduzido pelo entrevistado, conhecido por Respondent Driven Sampling (RDS. Entre as 110 travestis foram encontrados altos índices de homofobia em locais como: serviços de segurança, locais de trabalho, ambiente familiar e religioso, vizinhança, escola, comércio, locais de lazer e nos serviços de saúde. Entre as situações de violência sofridas destacam-se a agressão verbal (81,8% e física (68,2%. O teste de HIV realizado alguma vez na vida foi observado em 84,4%. Encontrou-se um alto nível de conhecimento sobre as formas de prevenção e transmissão da infecção pelo HIV. A maioria iniciou a vida sexual antes dos 15 anos e sem o uso do preservativo. No contexto da epidemia do HIV/Aids observa-se que as estratégias de promoção da saúde só poderão ser eficazes se forem considerados fatores que ampliam a compreensão da vulnerabilidade ao HIV/Aids, como a homofobia.

  14. Vulnerabilidade ao HIV entre mulheres usuárias de drogas injetáveis Vulnerability to HIV among female injecting drug users

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Nanci Silva

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar elementos da vulnerabilidade à infecção pelo HIV entre mulheres usuárias de drogas injetáveis. MÉTODOS: Foram realizadas 13 entrevistas semi-estruturadas com mulheres usuárias (ou ex-usuárias de drogas injetáveis, moradoras da Zona Leste do município de São Paulo, no ano de 2002. O roteiro das entrevistas abordou quatro eixos temáticos: contexto socioeconômico e relações afetivas, uso de drogas, prevenção contra a infecção pelo HIV e cuidados com a saúde. As entrevistas foram analisadas por meio de análise de conteúdo. RESULTADOS: A pobreza, ausência de vínculos afetivos sólidos e continuados, expulsão da casa da família de origem e da escola, exposição à violência, institucionalização, uso de drogas, criminalidade e discriminação foram constantes nos relatos das entrevistadas. Esses elementos dificultaram a adoção de práticas de prevenção ao HIV como o uso de preservativos, seringas e agulhas descartáveis, e a busca de serviços de saúde. CONCLUSÕES: A vulnerabilidade ao HIV evidencia a fragilidade da vivência efetiva dos direitos sociais, econômicos e culturais, o que demanda políticas voltadas para o bem-estar social de segmentos populacionais específicos como mulheres (crianças e adolescentes, de baixa renda, moradores da periferia, com pouco acesso a recursos educacionais, culturais e de saúde. Este acesso é dificultado especialmente àquelas que são discriminadas por condutas como o uso de drogas.OBJECTIVE: To assess some aspects of vulnerability to HIV infection in women users of injecting drugs. METHODS: Thirteen semi-structured interviews were performed with female drug users (or former users of injecting drugs, leaving in the East side of São Paulo, in 2002. The script of interviews approached four focal point issues: socioeconomic context and affective relationships, drug use, prevention against HIV and health care. Interviews were assessed through content analysis

  15. Ancestralidade Genômica, nível socioeconômico e vulnerabilidade ao HIV/aids na Bahia, Brasil Genomic Ancestry, socioeconomic status and vulnerability to HIV/AIDS in Bahia, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kiyoko Abe-Sandes

    2010-12-01

    Full Text Available O curso clínico da infecção pelo HIV é determinado por complexas interações entre características virais e o hospedeiro. Variações no hospedeiro, a exemplo das mutações CCR5Δ32 e CCR264I, são importantes para a vulnerabilidade e progressão do HIV/aids. Atualmente, observa-se um aumento do número de casos da infecção entre os segmentos da sociedade com menor nível de escolaridade e pior condição socioeconômica. Com o objetivo de estimar a ancestralidade e verificar a sua associação com renda, escolaridade vulnerabilidade e progressão ao HIV/aids foram analisados 517 indivíduos infectados pelo HIV-1, sendo 289 homens e 224 mulheres. Os pacientes foram classificados segundo a ancestralidade genômica avaliada por 10 AIMs e pela vulnerabilidade e progressão ao HIV/aids através das mutações CCR5Δ32 e CCR264I. Os indivíduos infectados pelo HIV-1 apresentaram contribuição africana de 47%. As mutações CCR5Δ32 e CCR264I foram mais frequentes nos indivíduos brancos (3% e negros (18% respectivamente, e essas mutações mostraram frequência mais elevada nos tipicamente progressores (TP, quando comparados com os rapidamente progressores (RP para aids. Não foi encontrada associação entre ancestralidade e vulnerabilidade ao HIV na análise para o grau de instrução. A pauperização da infecção pelo HIV-1 nessa população foi confirmada pela relação inversa entre renda e ancestralidade africana, pois quanto menor a renda maior a ancestralidade africana. Os resultados deste estudo sugerem associação entre as condições socioeconômicas e vulnerabilidade ao HIV/aids da população afrodescendente.The clinical course of HIV infection is determined by complex/ interactions between viral and host's characteristics./ Host variations, such as CCR5δ32 and CCR264I mutations, are important/ to vulnerability and progression of HIV/AIDS./ Currently, the number of cases among patients with lower educational level and lower

  16. Masculinidade e vulnerabilidade ao HIV de homens heterossexuais, São Paulo, SP Masculinity and vulnerability to HIV among heterosexual men in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iara Guerriero

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar aspectos da masculinidade relacionados à vulnerabilidade dos homens à infecção pelo HIV. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa realizada com homens motoristas de ônibus e integrantes de uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa em uma empresa de transportes coletivos na cidade de São Paulo, SP. Foram gravadas e transcritas dez entrevistas individuais e quatro oficinas de sexo seguro. Seu conteúdo foi disposto e discutido em blocos temáticos relacionados à sexualidade, à infidelidade, ao preservativo, às doenças sexualmente transmissíveis e à Aids. RESULTADOS: São aspectos que tornam os homens mais vulneráveis: sentir-se forte, imune a doenças; ser impetuoso, correr riscos; ser incapaz de recusar uma mulher; considerar que o homem tem mais necessidade de sexo do que a mulher e de que esse desejo é incontrolável. A infidelidade masculina é considerada natural; a feminina é atribuída a deficiências do parceiro. A decisão por usar ou não camisinha é feita pelo homem; a mulher só pode solicitá-la para evitar gravidez. A não-utilização da camisinha é atribuída a: estética, alto custo, medo de perder a ereção, perda de sensibilidade no homem e na mulher. Os entrevistados não se consideram vulneráveis ao HIV nem a doenças sexualmente transmissíveis (DST e confundem suas formas de transmissão. CONCLUSÕES: A idéia de que ser homem é ser um bom provedor para a família e ter responsabilidade pode constituir um aspecto que favoreça a prevenção, já que pode levá-los a usar camisinha como contraceptivo e para não trazer doenças para casa. É importante conhecer e intervir sobre as concepções de masculinidade, não só porque elas podem contribuir para aumento da vulnerabilidade ao HIV, mas também porque podem apontar caminhos mais efetivos para a prevenção.OBJECTIVE: To identify aspects of masculinity that could be associated with vulnerability to HIV among heterosexual men

  17. Vulnerabilidade ao HIV/AIDS e a prevenção da transmissão sexual entre casais sorodiscordantes Vulnerabilidad al VIH/SIDA y la prevención de la transmisión sexual entre parejas donde solo un sujeto está contaminado por el VIH Vulnerability and prevention of sexual HIV transmission among HIV/AIDS serodiscordant couples

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Karina Reis

    2009-09-01

    Full Text Available Este estudo descritivo e exploratório objetivou descrever e analisar a vulnerabilidade de casais sorodiscordantes ao HIV, e foi realizado em um Serviço Ambulatorial Especializado em aids de um município do estado de São Paulo. Os dados foram coletados através de entrevistas individuais com 11 portadores do HIV/AIDS, que convivem com parceria sabidamente sorodiscordante. Para organização e análise dos dados, empregamos o método de análise de Prosa e o conceito de vulnerabilidade como referencial teórico. A naturalização da infecção do HIV/aids como doença controlável por medicamentos, crença na impossibilidade de transmissão do HIV relacionadas com carga viral indetectável, sentimento de invencibilidade que surge com o tempo de convívio entre o casal, e sua influência na manutenção do sexo seguro são fatores de vulnerabilidade para a parceria sexual soronegativa. Serviços especializados no atendimento a indivíduos com HIV/aids necessitam incluir a parceria sexual nas ações educativas/preventivas promovidas pelos profissionais de saúde.Este estudio descriptivo e exploratorio que tuvo por objetivo describir y analizar la vulnerabilidad de parejas en que uno de sus componentes está contaminado por el HIV; el estudio fue realizado en un Servicio de Ambulatorio Especializado en SIDA de un municipio del estado de São Paulo. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas individuales con 11 portadores del VIH/SIDA que conviven con compañeros no contaminados por el virus VIH. Para la organización y el análisis de los datos, empleamos el método de análisis de Prosa y el concepto de vulnerabilidad como marco teórico. La naturalización de la infección del VIH/SIDA como enfermedad controlable por medicamentos, la creencia en la imposibilidad de la transmisión del VIH relacionadas con carga viral indetectable, el sentimiento de invencibilidad que surge con el tiempo de convivencia entre la pareja y su

  18. Vulnerabilidade ao HIV em favela do Rio de Janeiro: impacto de uma intervenção territorial HIV vulnerability in a shantytown: the impact of a territorial intervention, Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Edmundo

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o impacto da implementação de um programa participativo de promoção da saúde sexual em uma comunidade empobrecida, e descrever como o uso dos espaços públicos e privados para práticas sexuais constitui-se um fator que exacerba a vulnerabilidade ao HIV/Aids. MÉTODOS: Estudo etnográfico conduzido em 2002, em favela localizada no município do Rio de Janeiro. Os 6.000 moradores viviam em condições de vida deficitárias em que se verificou a ausência de políticas públicas, postos de saúde, lazer, oportunidades de emprego e segurança, o que consolida o poder de grupos criminosos. Foram abordadas as condições referentes à saúde sexual e à implantação do programa participativo de promoção da saúde sexual pelo Núcleo Comunitário de Prevenção, criado por uma organização não-governamental. Após dois meses de observação participante, foram realizadas 35 entrevistas semi-estruturadas em profundidade com moradores com idade entre 17 e 65 anos. Foram analisadas 11 histórias de vida de líderes comunitários e agentes comunitários de prevenção e sete grupos focais formados a partir dos grupos pré-existentes na comunidade. O material foi categorizado e analisado qualitativamente. RESULTADOS: A precariedade das moradias favorecia maior exposição às práticas sexuais, acentuando o estigma de ser morador de favela vivenciado pela comunidade. Com a implantação do programa do Núcleo, crianças, jovens e adultos se familiarizaram e passaram a ter conhecimento sobre prevenção do HIV/Aids; e jovens e adultos passaram a ter acesso a preservativos. CONCLUSÕES: Os resultados decorrentes da intervenção mostraram que embora a vulnerabilidade permaneça, a prevenção pode ser inserida na cultura local. A prevenção da Aids pode ser fomentada por meio de uma abordagem territorial com base na participação dos moradores e no fortalecimento da organização coletiva.OBJECTIVE: To analyze the impact of a

  19. Sexuality, vulnerability to HIV, and mental health: an ethnographic study of psychiatric institutions Sexualidade e vulnerabilidade ao HIV em saúde mental: um estudo de base etnográfica de instituições psiquiátricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana de Souza Pinto

    2007-09-01

    Full Text Available This paper presents data from the ethnographic based formative phase of the Interdisciplinary Project on Sexuality, Mental Health, and AIDS (PRISSMA, sponsored by the National Institute of Mental Health (NIMH and carried out in two psychiatric institutions in the city of Rio de Janeiro, Brazil. Results from ethnographic observations, focus groups, and key informant interviews with different groups of mental health care providers and day hospital and outpatient mental health clients regarding conceptions of sexuality and HIV vulnerability are described. The results suggest a diversity of notions about sexuality by both groups and point out the high HIV sexual risk in this psychiatric population. This formative phase has served as the basis for the cultural adaptation and creation of a Brazilian intervention for HIV prevention in the severely mentally ill, the feasibility of which has been successfully evaluated in the pilot phase.Este artigo apresenta dados da fase formativa, de base etnográfica, do Projeto Interdisciplinar em Sexualidade, Saúde Mental e AIDS (PRISSMA patrocinado pelo National Institute of Mental Health (NIMH e desenvolvido em duas instituições psiquiátricas da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. São descritos e discutidos os resultados obtidos nas observações etnográficas, grupos focais e entrevistas com informantes-chave realizados com diferentes grupos de profissionais de saúde mental e usuários de saúde mental do hospital-dia e/ou em tratamento ambulatorial, relativos às concepções de sexualidade e vulnerabilidade para o HIV. Os resultados sugerem uma diversidade de relatos e noções sobre o exercício da sexualidade por ambos os grupos e aponta para o alto risco sexual para o HIV nessa população psiquiátrica. Esta fase formativa embasou a adaptação cultural e a criação de uma intervenção brasileira para prevenção desse vírus em portadores de transtornos mentais graves cuja viabilidade foi avaliada

  20. Avaliação da qualidade de vida e vulnerabilidade ao estresse no contexto hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Ottati

    2013-05-01

    Full Text Available O conceito de Qualidade de Vida é usado para medir as condições de vida de um ser humano, já a palavra vulnerabilidade refere-se à chance das pessoas estarem expostas ao adoecer. Objetivou-se analisar possíveis relações entre percepção de qualidade de vida e a vulnerabilidade ao estresse no trabalho em enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem que atuam na UTI e no setor de emergência de um hospital público. Utilizou-se o instrumento de qualidade de vida da Organização Mundial da Saúde, WHOQOL-Bref e a Escala de Vulnerabilidade ao Estresse no Trabalho. Encontrou-se, em relação ao setor de trabalho, diferença significativa apenas para Qualidade de vida total. Portanto pode-se afirmar que os profissionais que atuam na UTI possuem maior percepção de qualidade de vida quando comparados aos do SUS. Na correlação entre os dois instrumentos, o domínio meio ambiente do WHOQOL-Bref correlacionou-se negativa e significativamente com todos os fatores da EVENT, indicando que a percepção da pessoa em relação aos diversos aspectos do meio em que vive tem relação com a vulnerabilidade ao estresse.

  1. Adesão ao tratamento da tuberculose: Aspectos da vulnerabilidade individual e social

    OpenAIRE

    2015-01-01

    Elementos de vulnerabilidade individual e social podem interferir na adesão ao tratamento da tuberculose (TB), contextualizados no ambiente o qual o doente está inserido. Os marcadores de adesão, por sua vez, detectam precocemente vulnerabilidades na adesão ao tratamento de doentes com TB, por meio de escores, apresentando forte potencialidade para o monitoramento dessa adesão no âmbito da Atenção Primária à Saúde (APS), aprimorando a vigilância de pessoas com TB. OBJETIVO: Ver...

  2. O direito à prevenção e os desafios da redução da vulnerabilidade ao HIV no Brasil The right to prevention and the challenges of reducing vulnerability to HIV in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Paiva

    2006-04-01

    Full Text Available O estudo analisa a resposta brasileira em contraste com as metas estabelecidas para a prevenção do HIV/Aids pela UNGASS. Analisaram-se pesquisas nacionais, documentos e informações do Programa Nacional de DST/Aids e dos planos de ações e metas estaduais. O Brasil conta com vários programas de prevenção que atendem às metas da UNGASS propostas para 2005. Incluem o confronto do estigma e da discriminação, o estímulo ao teste anti-HIV, a distribuição de preservativos, a troca de seringas, a abordagem franca da sexualidade nas escolas, a prevenção entre trabalhadores do sexo e homossexuais e nos locais de trabalho, que resultaram no crescimento da testagem e do uso do preservativo masculino. Foram discutidos vários desafios: superar a descontinuidade das ações, especialmente junto a alguns grupos mais vulneráveis; capacitar equipes de prevenção; ampliar o monitoramento da qualidade e quantidade das ações de prevenção; superar as desigualdades regionais, de raça e de gênero. Concluiu-se que o direito à prevenção não é prioridade nas instâncias públicas de controle social ou nas agendas do movimento social, como tem sido o direito ao melhor tratamento dos portadores do HIV. Para ampliar a efetividade dessas ações, sugere-se compreendê-las e pactuá-las tendo como referência a promoção e garantia de direitos humanos, abrindo espaços para o debate ético-político no nível local e nacional.The study evaluates the Brazilian response to the targets established by UNGASS for the prevention of HIV/AIDS. The analysis was based on national research, documents and information from the National Program STD/AIDS and on state-level action plans and targets. Brazil relies on various prevention policies to attain the UNGASS targets proposed for 2005. These include: addressing discrimination issues, promotion of HIV testing, distribution of condoms, needle exchange programs, discussion of sexuality in schools, prevention

  3. Contextos de vulnerabilidade para o HIV entre mulheres brasileiras Contexts of HIV vulnerability among Brazilian women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naila J. S. Santos

    2009-01-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo identificar os contextos de vulnerabilidade para o HIV entre mulheres brasileiras. Entre novembro de 2003 a dezembro de 2004 foi realizado um estudo de corte transversal em 13 municípios distribuídos nas cinco regiões do país, incluindo, respectivamente, 1.777 mulheres com diagnóstico positivo para HIV e 2.045 mulheres usuárias de serviços públicos de atenção à saúde da mulher sem diagnóstico conhecido de soropositividade para o HIV. A comparação entre os dois grupos mostrou que as mulheres com diagnóstico de HIV/AIDS não apresentaram um número de parceiros significativamente diferente com relação às mulheres sem diagnóstico de HIV/AIDS. No entanto, as mulheres vivendo com HIV/AIDS apresentaram início da vida sexual mais precoce, menor aderência ao uso de preservativos, e uma maior proporção dessas mulheres relatou uso de drogas, ocorrência de DST e de violência sexual na vida. Tais resultados sugerem a importância de pensar em estratégias de prevenção voltadas para o fortalecimento das mulheres e não apenas focadas em seus comportamentos individuais.This article aims to identify contexts of vulnerability related to HIV among Brazilian women. From November 2003 to December 2004, a cross-sectional study was conducted in 13 municipalities in the five Brazilian regions. The study included 1,777 women with a positive HIV diagnosis and 2,045 women attending public health care services. There were no significant differences between the two groups concerning number of sexual partners. However, HIV-positive women had a history of earlier sexual initiation and lower frequency of condom use. Higher proportions of HIV-positive women had used drugs, had a history of previous STDs, and had been victims of sexual violence some time in their life. The findings suggest the importance of considering strategies for HIV prevention focused on women's empowerment as a whole, and not focused only on their

  4. Vulnerabilidades presentes no percurso vivenciado pelos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petra Kelly Rabelo de Sousa

    2013-04-01

    Full Text Available Um grande avanço no tratamento da AIDS deu-se com o surgimento da terapia antiretroviral. Entretanto, diversas vulnerabilidades podem estar presentes no percurso vivenciado pelos pacientes durante o tratamento. Objetivou-se analisar as vulnerabilidades dos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica. Estudo qualitativo realizado com sete usuários com AIDS considerados em falha terapêutica, em uma Unidade de Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS, em Fortaleza-CE. Para interpretação dos dados, utilizou-se uma técnica de análise de conteúdo. Nos discursos, percebeu-se que os depoentes enfrentavam conflitos na família e, no ambiente de trabalho, dificuldades de relacionamento com as pessoas e estigma. Observou-se que os pacientes haviam vivenciado diversas situações que os tornaram mais suscetíveis à infecção por HIV e ao adoecimento.

  5. Resposta ao estresse: II. Resiliência e vulnerabilidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicole Leite Galvão-Coelho

    2015-06-01

    Full Text Available ResumoA crescente exposição a estressores na vida cotidiana aumentou significativamente a investigação da resposta ao estresse nas duas últimas décadas. Embora associada a consequências negativas, pois muitas patologias físicas e mentais são desencadeadas por exposição crônica a estressores, esta resposta é indispensável para sobrevivencia do indivíduo e é extremamente adaptativa quando ativada de forma aguda. Na parte I desta revisão foram abordados os conceitos de homestase e alostase e os sistemas fisiológicos ativados durante a resposta ao estresse. Na parte II serão discutidos fatores que modulam a resposta ao estresse tais como sexo, temperamento, períodos críticos do desenvolvimento e a presença ou ausência de suporte social. A interação entre os fatores genéticos e ambientais gera os perfis da resposta psicofisiológica que caracterizam os fenótipos de susceptibilidade e resiliência frente aos estressores e sua relação com uma patologia mental cada vez mais presente na sociedade moderna, o transtorno de estresse pós-traumático.

  6. Gênero, vulnerabilidade das mulheres ao HIV/Aids e ações de prevenção em bairro da periferia de Teresina, Piauí, Brasil Gender, women's vulnerability to HIV/Aids and preventive actions at a neighborhood on the periphery of Teresina, Piauí, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Consolação Pitanga de Sousa

    2008-06-01

    Full Text Available Com a mudança ocorrida no curso da epidemia de Aids a partir dos anos 1990, marcada pelo aumento da incidência entre segmentos fora dos "grupos de risco", entre eles as mulheres, o conceito de risco individual foi substituído pela noção de vulnerabilidade social, abrangendo questões relacionadas ao comportamento coletivo, como as relações de gênero, além das ações do Estado voltadas para essas questões. Este artigo relata os achados de uma pesquisa de corte qualitativo realizada com mulheres adultas, vivendo relações conjugais estáveis, moradoras de bairro considerado de baixa renda, na periferia de Teresina. Para isso, buscou-se identificar a vulnerabilidade desse grupo à infecção pelo HIV, em função da utilização ou não de preservativo, bem como a relação desse aspecto com as relações de gênero vivenciadas pelos parceiros e o papel do Programa Saúde da Família nesse contexto. Verificou-se que a maioria das mulheres não faz uso contínuo do preservativo, por estar vivendo relação estável com parceiro fixo; entretanto, considera-se vulnerável, pois não tem absoluta confiança no comportamento sexual do parceiro. A negociação com o parceiro sobre o uso do preservativo é quase sempre difícil, e, por vezes, requer a alegação de que representa segurança para se evitar uma gravidez indesejada. Rassalta-se que o Programa Saúde da Família não incorpora a discussão sobre sexualidade e relações de gênero ao trabalho de educação em saúde da mulher por estar centrado no acompanhamento pré-natal e na redução do câncer ginecológico.With the change that started to occur in the course of the Aids epidemic from the 90s onwards, marked by an increasing incidence among segments outside the "risk group", including the women, the concept of individual risk was replaced by the notion of social vulnerability, encompassing questions related to collective behavior, such as gender relations, and also the actions

  7. Vulnerabilidade de adolescentes escolares às DST/HIV, em Imperatriz - Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Pereira de Jesus Costa

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi investigar a vulnerabilidade de adolescentes escolares em relação às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST e ao Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV, identificando os principais comportamentos de risco e de prevenção. Estudo transversal, quantitativo, realizado em três escolas públicas estaduais de Imperatriz, MA, com 295 adolescentes, por meio da aplicação de questionário estruturado. Os resultados apontam que: a maioria dos jovens (86,3% que usaram preservativo na última relação sexual habitualmente mantém essa prática; 82,8% dos adolescentes que compreendem o conceito de HIV se protegem contra essa infecção e acreditam que a principal forma de contaminação é por via sexual, por via sanguínea ou através da barreira placentária. Conclui-se que a maioria dos adolescentes participantes apresentou conhecimento coerente sobre práticas sexuais e comportamentos de risco, que os tornam vulneráveis às DSTs e ao HIV, apresentando aspecto positivo para a prevenção destas doenças.

  8. A DECIDUIDADE FOLIAR INDICA A VULNERABILIDADE DE ESPÉCIES LENHOSAS AO FOGO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Codolo de Lucena

    2015-02-01

    Full Text Available Pesquisas indicaram que a ocorrência de queimadas pode ocasionar comportamentos fenológicos divergentes aos padrões comumente descritos. Este estudo teve como objetivo avaliar se a deciduidade foliar pode indicar a vulnerabilidade de espécies lenhosas ao fogo. Os índices de atividade e intensidade de diferentes fenofases foram comparados entre indivíduos queimados e não queimados de espécies lenhosas com diferentes graus de deciduidade foliar (decídua, semidecídua e sempre-verde. Para a espécie decídua, as fenofases vegetativas foram similares entre indivíduos queimados e não queimados. Indivíduos queimados de uma espécie semidecídua apresentaram maior intensidade e atividade das fenofases vegetativas. Para as espécies sempre-verdes, foi registrado o estímulo à produção de novas folhas, retardamento de folhas expandidas e senescentes para indvíduos queimados. Quanto à fenologia reprodutiva, em indivíduos queimados, foram registradas menor intensidade e atividade de frutos verdes e maduros para espécies decídua e semidecídua, bem como o estímulo da floração e da frutificação para as espécies sempre-verdes. A periodicidade das fenofases pode ser modulada pela ocorrência do fogo mesmo após um intervalo de dois anos. O efeito do fogo foi gradualmente mais pronunciado de espécies decíduas às sempre-verdes, o que indica maior vulnerabilidade de espécies lenhosas sempre-verdes a esse distúrbio.

  9. Epigenética, Cuidados Maternais e Vulnerabilidade ao Estresse: Conceitos Básicos e Aplicabilidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Grazielle Noro

    2015-12-01

    Full Text Available ResumoCuidados maternais são experiências do início da vida que têm sido consistentemente relacionados com alterações na expressão gênica por meio de mecanismos epigenéticos como a metilação do DNA ou a modificação de suas histonas. O objetivo deste trabalho é apresentar uma investigação teórica sobre cuidados maternais enquanto evento ambiental que pode produzir alterações epigenéticas atuantes na composição da vulnerabilidade ao estresse. A investigação teve por base estudos empíricos e de revisão de literatura com animais não humanos sobre Epigenética, estresse e cuidados maternais. Apresenta também alguns estudos com humanos que mostram tais efeitos, destacando-se aqueles que influenciam ou são influenciados pelo comportamento operante. A partir da investigação realizada encontrou-se que cuidados maternais pós-parto são uma condição ambiental que produz efeitos no eixo hipotálamo-pituitária-adrenal (HPA, participando da composição da vulnerabilidade ao estresse. Seus possíveis efeitos fisiológicos no condicionamento operante sinalizam alternativas para intervenções baseadas na plasticidade da formação do epigenoma. Este conhecimento, além de promover a aproximação entre a Epigenética e a Análise do Comportamento em nível básico por meio de estudos com animais não humanos, poderá contribuir em nível aplicado para um melhor entendimento do neurodesenvolvimento infantil e adequado planejamento de intervenções efetivas com mães e filhos.

  10. Mulher e negra: dupla vulnerabilidade às DST/HIV/aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naila Janilde Seabra Santos

    Full Text Available Resumo O objetivo deste trabalho é discutir os fatores determinantes da vulnerabilidade das mulheres negras a HIV/aids. Pela descrição e análise de dados socioeconômicos, de incidência e mortalidade de aids e da mortalidade de outras patologias, desenha-se o quadro epidemiológico que ressalta as iniquidades em saúde da população negra e, em particular, das mulheres desse segmento populacional. Quando comparadas às mulheres brancas, as negras apresentam, repetidamente, maior risco de adoecimento e morte. A discussão sobre violência sexual e doméstica reitera as disparidades e a maior vulnerabilidade social da mulher negra. As desigualdades socioeconômicas e o racismo institucional são as hipóteses explicativas para a alta vulnerabilidade às DST/aids das mulheres negras. Apenas com uma ampla gama de ações multissetoriais, incisivo enfrentamento do racismo institucional pelo Estado e fortalecimento do movimento social será possível iniciar a longa jornada para se alcançar o propalado princípio de equidade na saúde.

  11. USO DA TERRA, VULNERABILIDADE E SUBSÍDIOS AO ORDENAMENTO TERRITORIAL EM MICROBACIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josandra Araújo Barreto de Melo

    2012-01-01

    Full Text Available La Cuenca del Riacho do Tronco, Boa Vista, PB, se inscribe en el Semiárido Brasileño, donde las actividades - la agricultura, la ganadería y la minería, sin técnicas de conservación, han causado la degradación del medio ambiente, con una tendencia a provocar la desertifi cación. En este contexto, se pretende diagnosticar las principales formas de uso de la tierra, la vulnerabilidad de la población y presentar una propuesta para la planificación de las actividades dentro de la cuenca,, contribuyendo a la gestión ambiental local. Como estrategia metodológica, se hizo para integrar datos sociales y ambientales, mediante la interpretación de images de satelite y la aplicación de cuestionarios para diagnosticar el nivel de vulnerabilidad socioeconómica, tecnología e infraestructura para hacer frente a las sequías por la población. A partir de esta integración de la información, fue un elaborado plan de la planifi cación de las cuencas que, de aplicarse, reducirá al mínimo el riesgo de desertificación en el local.

  12. Prevalência e vulnerabilidade à infecção pelo HIV de moradores de rua em São Paulo, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Grangeiro

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e o perfil de vulnerabilidade ao HIV de moradores de rua. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra não probabilística de 1.405 moradores de rua usuários de instituições de acolhimento de São Paulo, SP, de 2006 a 2007. Foi realizado teste anti-HIV e aplicado questionário estruturado. O perfil de vulnerabilidade foi analisado pela frequência do uso do preservativo, considerando mais vulneráveis os que referiram o uso nunca ou às vezes. Foram utilizadas regressões logística e multinomial para estimar as medidas de efeito e intervalos de 95% de confiança. RESULTADOS: Houve predominância do sexo masculino (85,6%, média de 40,9 anos, ter cursado o ensino fundamental (72,0% e cor não branca (71,5%. A prática homo/bissexual foi referida por 15,7% e a parceria ocasional por 62,0%. O número médio de parcerias em um ano foi de 5,4 e mais da metade (55,7% referiu uso de drogas na vida, dos quais 25,7% relataram uso frequente. No total, 39,6% mencionaram ter tido uma doença sexualmente transmissível e 38,3% relataram o uso do preservativo em todas as relações sexuais. A prevalência do HIV foi de 4,9% (17,4% dos quais apresentaram também sorologia positiva para sífilis. Pouco mais da metade (55,4% tinha acesso a ações de prevenção. A maior prevalência do HIV esteve associada a ser mais jovem (OR 18 a 29 anos = 4,0 [IC95% 1,54;10,46], história de doença sexualmente transmissível (OR = 3,3 [IC95% 1,87;5,73]; prática homossexual (OR = 3,0 [IC95% 1,28;6,92] e à presença de sífilis (OR = 2,4 [IC95% 1,13;4,93]. O grupo de maior vulnerabilidade foi caracterizado por ser mulher, jovem, ter prática homossexual, número reduzido de parcerias, parceria fixa, uso de drogas e álcool e não ter acesso a ações de prevenção e apoio social. CONCLUSÕES: O impacto da epidemia entre moradores de rua é elevado, refletindo um ciclo que conjuga exclusão, vulnerabilidade social e acesso limitado

  13. Vulnerabilidade da criança diante de situações adversas ao seu desenvolvimento: proposta de matriz analítica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Ignacio da Silva

    2013-12-01

    Full Text Available Estudo teórico que teve como objetivo elaborar uma matriz conceitual para analisar a vulnerabilidade da criança diante de situações adversas para seu desenvolvimento. Propõe-se que vulnerabilidade da criança seja analisada por meio dos aspectos das dimensões individual, relativa a relações sustentadoras contínuas e proteção física e segurança; social , concernente à inserção social da família e ao acesso a direitos à proteção e promoção social, e programática , cenário político-programático, de diretrizes e implementação político-programáticas. A aplicação prática desta matriz permite a captação do processo saúde-doença para além da dimensão individual, possibilitando a articulação das políticas públicas e das ações dos profissionais, a fim de obter eficácia no atendimento às necessidades das crianças. O uso desse instrumento conceitual pode propiciar às equipes de saúde a apreensão, de forma específica, das situações adversas ao desenvolvimento infantil, bem como subsidiar a construção de planos de intervenção a partir das dimensões analíticas da vulnerabilidade.

  14. Mulheres Negras e HIV: determinantes de vulnerabilidade na região serrana do estado do Rio de Janeiro Black Women and HIV: vulnerability determinants in highland region of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica Santos Albuquerque

    2010-12-01

    Full Text Available Trata-se de estudo de base quantitativa que teve como objetivo central analisar componentes socioculturais e comportamentais relacionados ao processo de vulnerabilização ao HIV/aids a partir da percepção de mulheres negras na região serrana do estado do Rio de Janeiro. Para tal, foram entrevistadas 1.464 mulheres negras dos diferentes municípios que compõem essa região. Os principais determinantes que marcaram com maior intensidade a vulnerabilidade dessas mulheres associaram-se aos seguintes fatores: baixa escolaridade, renda e, consequentemente, acesso a bens e serviços, baixo índice de uso sistemático do preservativo e percepções de gênero, que reforçam a menor autonomia feminina na tomada de decisões protetoras.This quantitative study aimed at analyzing social, cultural and behavioral components related to HIV vulnerability from perception of black women who live on a specific region of Rio de Janeiro - the highland area. For that, 1,464 black women from different towns of this region were interviewed. The main components that influenced vulnerability of these women could be associated to some factors, like: poor schooling, poverty, and consequently a difficulty to access property and services, low rates of using condom appropriately and some gender perceptions that reinforce women's autonomy on protection decisions is very short.

  15. Vulnerability and non-adherence to antiretroviral therapy among HIV patients, Minas Gerais State, Brazil Vulnerabilidade e não-adesão à terapia antiretroviral, Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Palmira de Fátima Bonolo

    2008-11-01

    Full Text Available The aim of the present study was to describe vulnerability profiles and to verify their association with non-adherence to antiretroviral therapy (ART among 295 HIV-patients receiving their first prescription in two public-referral centers in Minas Gerais States, Brazil. The cumulative incidence of non-adherence was 36.9%. Three pure vulnerability profiles (lower, medium and higher were identified based on the Grade of Membership method (GoM. Pure type patients of the "higher vulnerability" profile had, when compared to the overall sample, an increased probability of being younger, not understanding the need of ART, having a personal reason to be HIV-tested, not disclosing their HIV status, having more than one (non-regular sexual partner, reporting use of alcohol, tobacco and illicit drugs, and having sex among men. Non-adherence to ART was statistically associated (p Este estudo teve como objetivos descrever os perfis de vulnerabilidade e verificar suas associações com a não-adesão à terapia anti-retroviral (TARV entre os 295 pacientes com HIV que recebiam suas primeiras prescrições em dois serviços públicos de referência de Minas Gerais, Brasil. A incidência cumulativa de não-adesão foi 36,9%. Foram identificados três perfis puros de vulnerabilidade (baixa, média e alta baseados no método Grade of Membership (GoM. Os tipos puros de pacientes do perfil de "alta vulnerabilidade" tinham, comparados aos outros, probabilidade maior de serem jovens, de não perceberem a necessidade da TARV, de terem uma razão pessoal para realização do teste HIV, de não terem revelado seu status HIV, de terem mais de um (não fixo parceiro sexual, de relatarem uso de álcool, tabaco e drogas ilícitas e sexo entre homens. Não-adesão à TARV foi associada significativamente a esse perfil (p < 0,001. A heterogeneidade da amostra foi alta, pois mais de 40% dos pacientes eram tipos mistos. Conclui-se que os profissionais de saúde devem ser

  16. Vulnerabilidades presentes no percurso vivenciado pelos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica Vulnerabilidades presentes en la ruta vivida por pacientes con VIH / SIDA en falla terapéutica Vulnerabilities present in the path experienced by patients with HIV / AIDS in treatment failure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petra Kelly Rabelo de Sousa

    2013-04-01

    Full Text Available Um grande avanço no tratamento da AIDS deu-se com o surgimento da terapia antiretroviral. Entretanto, diversas vulnerabilidades podem estar presentes no percurso vivenciado pelos pacientes durante o tratamento. Objetivou-se analisar as vulnerabilidades dos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica. Estudo qualitativo realizado com sete usuários com AIDS considerados em falha terapêutica, em uma Unidade de Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS, em Fortaleza-CE. Para interpretação dos dados, utilizou-se uma técnica de análise de conteúdo. Nos discursos, percebeu-se que os depoentes enfrentavam conflitos na família e, no ambiente de trabalho, dificuldades de relacionamento com as pessoas e estigma. Observou-se que os pacientes haviam vivenciado diversas situações que os tornaram mais suscetíveis à infecção por HIV e ao adoecimento.Un gran avance en el tratamiento del SIDA se llevó a cabo con el advenimiento de la terapia antirretroviral. Sin embargo, numerosas vulnerabilidades pueden estar presentes en la ruta vivida por los pacientes durante el tratamiento. Este estudio tuvo como objetivo analizar las vulnerabilidades de los pacientes con VIH / SIDA en falla terapéutica. Estudio cualitativo en que fueran incluidos siete usuarios con el SIDA y en falla terapéutica, atendidos en una Unidad de Servicios Ambulatorios en VIH / SIDA, en Fortaleza-CE. Para interpretar los datos, se utilizó una técnica de análisis de contenido. Por medio de los discursos, verificó-se que los pacientes enfrentaban conflictos en la familia y, en el trabajo, relaciones difíciles con la gente y el estigma. Fue observado que los pacientes han experimentado muchas situaciones que les hizo más susceptibles a la infección por el VIH y la enfermedad.A major breakthrough in AIDS treatment occurred with the advent of antiretroviral therapy. However, several vulnerabilities may be present in the path experienced by patients during treatment. This

  17. Vulnerabilidade à infecção do HIV entre casais sorodiscordantes no Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilo Martinez Fernandes

    Full Text Available Em 1996, uma nova era no tratamento do HIV/AIDS se iniciou com o advento da terapia antirretroviral altamente potente (HAART. O advento desses novos medicamentos ampliou os recursos terapêuticos, melhorou a expectativa e a qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV e AIDS, favorecendo a manutenção e o início de relacionamentos entre parceiros com sorologias diferentes para o HIV. Este estudo com casais sorodiscordantes teve como objetivo central compreender as três dimensões da vulnerabilidade - programática, social e individual - entre esses casais. A pesquisa inserida no campo do construcionismo social utilizou o método de análise das práticas discursivas e produção de sentidos. Foram realizadas 40 entrevistas em profundidade com casais acompanhados em instituto de pesquisa clínica. Dentre os principais resultados, pode-se destacar a falta de informação sobre sexualidade na família e nas escolas, os conhecimentos distorcidos sobre prevenção e transmissão do HIV, as inadequações na realização do teste anti-HIV e as falhas na comunicação dos resultados.

  18. Prevalência e vulnerabilidade à infecção pelo HIV de moradores de rua em São Paulo, SP Prevalencia y vulnerabilidad a la infección por VIH en personas que viven en la calle en Sao Paulo, Brasil Prevalence and vulnerability of homeless people to HIV infection in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Grangeiro

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e o perfil de vulnerabilidade ao HIV de moradores de rua. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra não probabilística de 1.405 moradores de rua usuários de instituições de acolhimento de São Paulo, SP, de 2006 a 2007. Foi realizado teste anti-HIV e aplicado questionário estruturado. O perfil de vulnerabilidade foi analisado pela frequência do uso do preservativo, considerando mais vulneráveis os que referiram o uso nunca ou às vezes. Foram utilizadas regressões logística e multinomial para estimar as medidas de efeito e intervalos de 95% de confiança. RESULTADOS: Houve predominância do sexo masculino (85,6%, média de 40,9 anos, ter cursado o ensino fundamental (72,0% e cor não branca (71,5%. A prática homo/bissexual foi referida por 15,7% e a parceria ocasional por 62,0%. O número médio de parcerias em um ano foi de 5,4 e mais da metade (55,7% referiu uso de drogas na vida, dos quais 25,7% relataram uso frequente. No total, 39,6% mencionaram ter tido uma doença sexualmente transmissível e 38,3% relataram o uso do preservativo em todas as relações sexuais. A prevalência do HIV foi de 4,9% (17,4% dos quais apresentaram também sorologia positiva para sífilis. Pouco mais da metade (55,4% tinha acesso a ações de prevenção. A maior prevalência do HIV esteve associada a ser mais jovem (OR 18 a 29 anos = 4,0 [IC95% 1,54;10,46], história de doença sexualmente transmissível (OR = 3,3 [IC95% 1,87;5,73]; prática homossexual (OR = 3,0 [IC95% 1,28;6,92] e à presença de sífilis (OR = 2,4 [IC95% 1,13;4,93]. O grupo de maior vulnerabilidade foi caracterizado por ser mulher, jovem, ter prática homossexual, número reduzido de parcerias, parceria fixa, uso de drogas e álcool e não ter acesso a ações de prevenção e apoio social. CONCLUSÕES: O impacto da epidemia entre moradores de rua é elevado, refletindo um ciclo que conjuga exclusão, vulnerabilidade social e acesso limitado

  19. Vulnerabilidade e Convivência com o HIV/AIDS em Pessoas Acima de 50 Anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josevânia da Silva

    2012-01-01

    Full Text Available Vivir con el VIH / SIDA después de 50 años de edad se caracteriza por eventos que generan los prejuicios y los trastornos psicológicos en la vida emocional y sexual, y exige un esfuerzo continuo para el mantenimiento del tratamiento. Este estudio tuvo como objetivo analizar la vulnerabilidad y hacer frente al VIH / SIDA en las personas mayores de 50 años. Hicieron parte 10 personas seropositivas al virus, con 6 hombres y 4 mujeres, con edades entre 51 a 72 años asistidas en un hospital de referencia en el tratamiento de esta patología en la ciudad de João Pessoa, PB, Brasil. El tiempo desde el diagnóstico fue de 1 a 14 años. Como herramienta, se utilizó un cuestionario biodemográfico y clínico, y una entrevista. Los datos de los cuestionarios pasaron por un análisis descriptivo, mientras que para los contenidos emergentes de las entrevistas, se utilizó el análisis de categorías temáticas. Desde el análisis de los informes de los participantes surgieron nueve categorías: infección, el diagnóstico, la percepción de ayudas, ayudas en la vejez, de supervivencia, de apoyo , los prejuicios y las perspectivas de empleo. Se encontró que la vulnerabilidad al VIH / SIDA está vinculada a tipos distintos de pre - diagnóstico, especialmente al considerar las cuestiones de género y el acceso a las vulnerabilidades de los bienes materiales y simbólicos. Aunque la terapia actual ha prolongado la vida de las personas diagnosticadas de VIH + y mejorado la experiencia de la sexualidad en esta etapa de la vida, se verifica, para estos participantes, que el SIDA todavía se asocia con la muerte y las situaciones de prejuicio , así como la imposición de limitaciones a la experiencia de las relaciones íntimas. Si, por una parte, los resultados indican la urgencia de estrategias específicas de prevención para esta categoría social, por el otro, demuestran la dimensión ontológica de la sexualidad como un atributo humano que no se

  20. A violência intrafamiliar e o adolescente que vive com HIV/AIDS por transmissão vertical: análise dos fatores de proteção e de vulnerabilidade Domestic violence and the adolescent that was infected with HIV through vertical transmission: analysis of protection and vulnerability factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Vinicius da Silva Pone

    2013-05-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi o de analisar os fatores de proteção e de vulnerabilidade à violência intrafamiliar física e/ou psicológica entre adolescentes que vivem com HIV/Aids por transmissão vertical. Este grupo encontra-se especialmente suscetível por apresentar fatores de vulnerabilidade como doença crônica, orfandade com consequente troca de cuidadores e comprometimento da imagem corporal. A pesquisa foi realizada com adolescentes atendidos em um hospital de referência. A primeira etapa abrangeu a aplicação dos instrumentos Parent Child Conflict Tactics Scales e Escala de Violência Psicológica, para aferição do tipo de violência intrafamiliar acometida. A segunda parte, qualitativa, utilizou-se de entrevistas com os adolescentes, com os maiores e os menores escores para violência nos instrumentos quantitativos. Verificou-se uma alta prevalência de violência física e psicológica, bem como nas entrevistas realizadas foram detalhadas as dinâmicas familiares abusivas, corroborando a literatura. Tendo em vista as consequências deste tipo de violência, se torna fundamental que o profissional de saúde esteja atento à identificação das situações de violência, como também ao reconhecimento dos fatores de vulnerabilidade e ao incentivo aos fatores de proteção aos maus-tratos.The scope of this study was to analyze protection and vulnerability factors in physical and psychological domestic violence among adolescents infected with HIV/AIDS through vertical transmission. This group is especially susceptible as they have vulnerability factors such as chronic disease, orphanhood with consequent change of caregivers and impaired body image. The research was conducted in a public hospital. The first stage used the Parent Child Conflict Tactics and the Degree of Psychological Violence Scale to determine what domestic violence occurred. In the second qualitative stage, the adolescents who scored the most or the least for

  1. Dificuldades enfrentadas pelos parceiros sorodiscordantes ao HIV na manutençao do sexo seguro Dificultades enfrentadas por las parejas serodiscordantes para el HIV en el mantenimiento del sexo seguro Difficulties faced by HIV mixed status couples in maintaining safe sex

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Karina Reis

    2005-02-01

    Full Text Available Neste estudo objetivou-se identificar os fatores que interferem na manutenção do sexo seguro entre parceiros com sorologias distintas para o HIV. Os dados foram coletados através de entrevistas individuais com 11 portadores do HIV/aids que convivem com parceria soronegativa ao HIV seguidos num ambulatório especializado no atendimento a aids e analisados com base na análise de Prosa de André (1983, utilizando o referencial teórico da vulnerabilidade ao HIV/aids. A prevenção sexual do HIV/aids para a parceria não infectada constitui num dos maiores desafios para os casais sorodiscordantes, visto que o condom tem diferente aceitação entre homens e mulheres. A maior motivação para o uso do preservativo entre casais sorodiscordantes não elimina as dificuldades na sua utilização para a manutenção do sexo seguro. Os casais sorodiscordantes merecem atendimento específico, e as estratégias preventivas devem contemplar os aspectos culturais e psicossociais que se constituem em importantes aspectos de vulnerabilidade dos parceiros soronegativos.La finalidad de este estudio fue identificar los factores que interfieren en el mantenimiento del sexo seguro. La recopilación de datos ocurrió mediante entrevistas individuales con 11 portadores del VIH/sida que conviven con pareja seronegativa para el VIH, seguidos en un ambulatorio especializado en la atención al SIDA. El análisis se hizo con base en el Análisis de prosa de André (1983. El concepto de la vulnerabilidad fue adoptado como referencial teórico. La prevención sexual de HIV/sida para la pareja no infectada se constituye en uno de los mayores desafíos para las parejas serodiscordantes, porque el condón tiene la aceptación diferente entre los hombres y mujeres. La motivación mayor para el uso del preservativo entre las parejas serodiscordante no elimina las dificultades en su uso para el mantenimiento del sexo seguro. Las parejas serodiscordantes merecen la atenci

  2. Profissionais do sexo: sentidos produzidos no cotidiano de trabalho e aspectos relacionados ao HIV Sex professionals: HIV-related aspects and generating meanings in daily work

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Gomes Esposito

    2006-01-01

    Full Text Available Nesta pesquisa qualitativa foi analisado o processo de construção da subjetividade de nove profissionais do sexo entrevistadas, apreendendo o processo de produção de sentidos relacionados à contextualização do HIV em seu cotidiano de trabalho. Destas, quatro eram soropositivas. Foram identificados e analisados sete núcleos de significado (Família como desencadeadora e mantedora da atividade de profissional do sexo; Identidades diversas nos diferentes ambientes freqüentados: cisão trabalho x afetividade; Contradições vividas acerca do trabalho; AIDS como fator limitante dos prazeres em suas vidas e como empecilho para a continuidade do exercício de suas atividades; Fatores associados ao aumento da vulnerabilidade ao HIV; Serviço de Saúde como facilitador do processo de adesão ao tratamento e Entrevista como propiciadora de intervenções. Enquanto nas entrevistadas soronegativas predominaram sentimentos ambivalentes e contraditórios em relação à atividade, nas soropositivas foi observada uma polarização nos desprazeres desta atividade, inviabilizando sua continuidade após processo de adoecimento desencadeado pela AIDS.This qualitative research analyzes the construction process of subjectivity of nine sex professionals who have been interviewed, grasping the process of generating meanings in the context of HIV in their daily work. Amongst these nine women, four were HIV carriers. Seven nodes of signification were identified and analyzed (Family as an element that causes and maintains their activity as sex professionals; Varying identities in different frequented environments: separation of work from affectivity; Contradictions that were experienced concerning work; AIDS as a limiting factor for pleasure in their lives and as an impediment to continue to practice their activities; Factors associated with the increase of vulnerability to HIV; Health Care as a facilitator in the process of adhering to treatment and the

  3. Áreas de vulnerabilidade para co-infecção HIV-aids/TB em Ribeirão Preto, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eugênia Firmino Brunello

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar áreas de vulnerabilidade para os casos novos de co-infecção HIV/tuberculose (TB. MÉTODOS: Estudo descritivo ecológico realizado por meio do georreferenciamento dos casos novos de HIV/TB notificados em Ribeirão Preto, SP, em 2006. Os dados foram obtidos do sistema de informação estadual paulista de notificação de TB. Os casos novos de co-infecção HIV/TB foram analisados conforme características sociodemográficas e clínicas e, posteriormente, georreferenciados na base cartográfica do município segundo endereço residencial. Os setores do município foram categorizados em três níveis socioeconômicos: inferior, intermediário e superior, com base na análise de componentes principais das variáveis do censo demográfico de 2000 (renda, instrução e percentagem de domicílios com cinco ou mais moradores. Foi calculada a incidência da co-infecção HIV/TB para cada nível socioeconômico. RESULTADOS: A co-infecção HIV/TB acometeu mais adultos do sexo masculino em idade economicamente ativa e a forma pulmonar da TB foi a mais comum. A distribuição espacial mostrou que as incidências nas áreas com níveis socioeconômicos intermediários e inferiores (8,3 e 11,5 casos por 100 mil habitantes, respectivamente foram superiores àquela (4,8 casos por 100 mil habitantes de nível socioeconômico superior. CONCLUSÕES: A taxa de incidência de co-infecção HIV/TB analisada por níveis socioeconômicos mostrou padraÞo espacial de distribuiçaÞo não homogêneo e apresentou valores mais altos em áreas de maior vulnerabilidade social. O estudo diagnosticou aìreas geograìficas prioritaìrias para o controle da co-infecção e a tecnologia do sistema de informação geográfica pode ser empregada no planejamento das ações em saúde pelos gestores municipais.

  4. Vulnerabilidade ao stress, estratégias de coping e autoeficácia em professores portugueses Vulnerability to stress, coping strategies and self-efficiency among Portuguese teachers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margarida Pocinho

    2009-08-01

    Full Text Available Neste trabalho, apresentamos uma investigação realizada com professores, no qual se procura determinar a vulnerabilidade ao stress; identificar as principais fontes de stress; estabelecer as principais estratégias de coping; analisar se as estratégias deste condicionam a presença de stress laboral; e reconhecer se a autoeficácia percebida é preditora desse tipo de stress. Trata-se duma investigação por questionário, do tipo correlacional, e a amostra é constituída por 54 professores do Ensino Básico público português. As respostas ao Questionário sociodemográfico e profissional; ao Questionário de Vulnerabilidade ao Stress - 23QVS (Serra, 2000; ao Questionário de Stress nos Professores - QSP (Gomes et al., 2006; Gomes, 2007; ao Coping Job Scale - CJS de Latack (adaptação de Jesus & Pereira, 1994; e à Escala de Avaliação de Autoeficácia Geral (Ribeiro, 1995 revelam que 20,4% dos docentes são vulneráveis ao stress; os comportamentos inadequados/indisciplina dos alunos são as principais fontes de stress; as estratégias de controlo são as mais utilizadas pelos participantes para enfrentar o stress, seguidas das de escape e das de gestão de sintomas. Os professores não vulneráveis ao stress utilizam principalmente estratégias de controlo e apresentam níveis mais elevados de eficácia perante a adversidade, bem como de iniciativa e persistência em relação aos professores vulneráveis ao stress.In this work we present a research carried out on teachers to determine their vulnerability to stress, to identify the main sources of stress, to recognize teachers' main coping strategies, to analyze whether such strategies condition the presence of stress at work, and to establish whether the self-efficiency perceived can be used to predict work stress. This is a correlational questionnaire-based research performed on a 54-teacher sample from Portugal's public basic education schools. The answers to the Social, Demographic

  5. Vulnerabilidade ao estresse no trabalho e percepção de suporte familiar em porteiros: um estudo correlacional Vulnerability to the stress at work and perception of family support in doormen: a correlational study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Oliveira Alves Telles Nunes

    2011-04-01

    Full Text Available Este estudo objetivou avaliar e correlacionar os níveis de vulnerabilidade ao estresse no trabalho e percepção de suporte familiar em trabalhadores porteiros. Participaram 100 porteiros de uma empresa prestadora de serviços de médio porte. Utilizou-se o questionário de caracterização, a Escala de Vulnerabilidade ao Estresse no Trabalho (EVENT e o Inventário de Percepção de Suporte Familiar (IPSF. A idade média dos participantes foi de 37,8 anos; trabalhavam na empresa, em torno de quatro anos e como porteiros, em média, há cinco anos. Os resultados mostraram uma pontuação média na medida de estresse geral da EVENT, sugerindo indicação de poucos estressores nesse grupo de porteiros. O IPSF também apresentou pontuação média, indicando que grande parte dos participantes possui percepção de bom suporte familiar. As análises mostraram correlações negativas fracas, porém estatisticamente significantes, entre a dimensão adaptação familiar do ipsf e as dimensões clima e funcionamento organizacional, pressão no trabalho e total da EVENT.This study had the objective of evaluating and correlating the levels of work stress vulnerability and family support perception in doormen workers. 100 doormen of a medium sized, service provider company took part. A characterization questionnaire, the Scale of Vulnerability to the Stress at Work (EVENT, and the Inventory of Perception of Family Support (IPSF were used. The age average of the participants was 37,8 years old, who worked in the company around four years, and as doormen, an average of five years. The results showed an average score that was obtained in measuring general stress of EVENT, suggesting that few stress factors were indicated on this doormen group. The IPSF also presented an average score, indicating that most of the participants have the perception of good family support. The analysis showed negative correlations between work stress vulnerability and family

  6. Modelos de vulnerabilidade social a desastres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David Alexander

    2012-10-01

    Full Text Available Neste artigo discutem‑se as bases teóricas da avaliação da vulnerabilidade social aos desastres e mostra‑se que a vulnerabilidade é a componente mais importante do risco e o elemento principal dos impactos dos desastres. A percepção é um processo‑chave na tomada de decisões em situações de desastre, sendo afectada pela cultura e pelo simbolismo, que são analisados no contexto do risco de desastres. Recorre‑se a um modelo de metamorfose cultural para explicar as mudanças e as discrepâncias nas atitudes em relação aos desastres e aos processos de recuperação. A resposta ao terramoto de L’Aquila (no centro de Itália de 6 de Abril de 2009 é analisada enquanto ilustração dos processos de metamorfose cultural e interpretação simbólica dos desastres. Essa resposta foi influenciada pelas características culturais, tanto as modernas como as herdadas, que podem ser identificadas e analisadas de modo a explicar as reacções públicas ao acontecimento. Propõe‑se um novo modelo em que a cultura e a história se combinam com os perigos físicos para influenciar a vulnerabilidade.

  7. Áreas de vulnerabilidade para co-infecção HIV-aids/TB em Ribeirão Preto, SP Áreas de vulnerabilidad para coinfección VIH-sida/TB en Ribeirao Preto, Sureste de Brasil Areas of vulnerability to HIV/TB co-infection in Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eugênia Firmino Brunello

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar áreas de vulnerabilidade para os casos novos de co-infecção HIV/tuberculose (TB. MÉTODOS: Estudo descritivo ecológico realizado por meio do georreferenciamento dos casos novos de HIV/TB notificados em Ribeirão Preto, SP, em 2006. Os dados foram obtidos do sistema de informação estadual paulista de notificação de TB. Os casos novos de co-infecção HIV/TB foram analisados conforme características sociodemográficas e clínicas e, posteriormente, georreferenciados na base cartográfica do município segundo endereço residencial. Os setores do município foram categorizados em três níveis socioeconômicos: inferior, intermediário e superior, com base na análise de componentes principais das variáveis do censo demográfico de 2000 (renda, instrução e percentagem de domicílios com cinco ou mais moradores. Foi calculada a incidência da co-infecção HIV/TB para cada nível socioeconômico. RESULTADOS: A co-infecção HIV/TB acometeu mais adultos do sexo masculino em idade economicamente ativa e a forma pulmonar da TB foi a mais comum. A distribuição espacial mostrou que as incidências nas áreas com níveis socioeconômicos intermediários e inferiores (8,3 e 11,5 casos por 100 mil habitantes, respectivamente foram superiores àquela (4,8 casos por 100 mil habitantes de nível socioeconômico superior. CONCLUSÕES: A taxa de incidência de co-infecção HIV/TB analisada por níveis socioeconômicos mostrou padraÞo espacial de distribuiçaÞo não homogêneo e apresentou valores mais altos em áreas de maior vulnerabilidade social. O estudo diagnosticou aìreas geograìficas prioritaìrias para o controle da co-infecção e a tecnologia do sistema de informação geográfica pode ser empregada no planejamento das ações em saúde pelos gestores municipais.OBJETIVO: Identificar áreas de vulnerabilidad para los casos nuevos de coinfección VIH/tuberculosis (TB. MÉTODOS: Estudio descriptivo ecol

  8. Atitude do cirurgião dentista frente ao atendimento de pacientes HIV positivos em salvador

    OpenAIRE

    Matos, Robert Silva De

    2006-01-01

    O objetivo deste estudo foi avaliar a atitude dos Cirurgiões Dentistas do município de Salvador-Ba, 2005 frente ao atendimento de pacientes portadores do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV); bem como o conhecimento destes profissionais acerca da probabilidade de contaminação e os cuidados primários após acidente com instrumento pérfuro-cortante. Tratou-se de um estudo de corte transversal envolvendo uma amostra probabilística de 230 profissionais selecionados a partir de listagem fornecida...

  9. Adesão de homens vivendo com HIV/Aids ao tratamento antirretroviral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Chianca de Andrade Moraes

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivos: Identificar os aspectos sociodemográficos e clínicos e classificar a adesão de homens que vivem com HIV/Aids à terapia antirretroviral (TARV. Métodos: Estudo observacional, quantitativo, transversal, desenvolvido com 136 homens adultos que vivem com HIV/Aids em TARV, entre maio e agosto de 2013, em dois serviços de referência em HIV/Aids no Agreste de Pernambuco. Utilizou-se um questionário validado para classificar níveis de adesão à TARV. Resultados: 63,3% dos participantes apresentaram nível de adesão "insuficiente/regular", o que confere uma adesão insuficiente para o sucesso do tratamento, por não manter o nível de carga viral indetectável. Conclusão: Foi observado que a maioria dos homens não adere à TARV de forma satisfatória. Isso significa que a adesão é um cuidado difícil e multifatorial e, que os profissionais de saúde devem assumir uma postura diferenciada quanto ao cuidado do homem, considerando todos os aspectos e sentimentos de masculinidade que podem interferir no tratamento.

  10. Soroprevalência e fatores associados ao Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV e sífilis em presidiários do Estado de Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cecília Cavalcanti de Albuquerque

    2014-07-01

    Full Text Available Os detentos apresentam maior vulnerabilidade ao HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST devido a fatores de risco como: compartilhamento de seringas e sexo desprotegido. O objetivo do presente trabalho foi determinar a soroprevalência e fatores de risco para o HIV-1/2 e sífilis entre presidiários do sexo masculino em Caruaru, Pernambuco, Brasil. Foi realizado um corte transversal no período de maio a julho de 2011, no qual 1097 detentos de uma penitenciária de Caruaru foram avaliados, por meio de entrevista e coleta de amostra de sangue para realização dos testes. A prevalência de infecção pelo HIV foi de 1,19% e de sífilis 3,92%. A associação com a infecção pelo HIV mostrou-se estatisticamente significante com uso de drogas injetáveis, homossexualismo e condição de transfusão (p < 0,05. Em relação à soropositividade para sífilis, fatores relacionados à vida sexual mostraram-se estatisticamente significante (p < 0,05. A população carcerária constitui um grupo de alto risco para as doenças pesquisadas. As taxas de prevalência aqui identificadas indicam a necessidade de implantação de programas de prevenção para que as mesmas não venham a se disseminar no âmbito desta população.

  11. La vulnerabilidad e invisibilidad de las mujeres ante el VIH/SIDA: constantes y cambios en el tema The vulnerability and invisibility of women facing HIV/AIDS: constant and changing issues

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Herrera

    2002-11-01

    Full Text Available Este artículo es una reflexión sobre la problemática que viven las mujeres ante el VIH/SIDA. A través de estadísticas mundiales y nacionales que dan cuenta del incremento de la epidemia en las mujeres, se hace evidente la necesidad de atender el problema. Se argumenta cómo la estructura y relaciones de género favorecen la vulnerabilidad de las mujeres, y cómo la vulnerabilidad y el riesgo de infección se incrementan para muchas mujeres al transitar por diversas situaciones específicas, como la migración, la precariedad de empleo y la violencia doméstica, entre otras. Se enuncian los principales obstáculos que enfrentan las mujeres para hacer socialmente visible su situación y necesidades, así como la falta de poder para encarar de manera más eficaz su problemática. Se habla de las iniciativas de la sociedad civil organizada y de las estrategias gubernamentales que se han implantado, así como de sus principales logros, carencias, necesidades y retos. Finalmente, a manera de conclusión y recomendación, se destaca la necesidad de establecer y evaluar programas y políticas de prevención y atención bajo una perspectiva de género y de derechos humanos, que permita una mayor conciencia y mejores respuestas al problema de las mujeres frente al VIH/SIDA.This paper presents some thoughts on the problems endured by women facing HIV/AIDS. World and nationwide statistics show an upward trend of the epidemic among women, calling for the need to address this problem. A case is made for the way in which gender structure and relations facilitate the vulnerability of women to this disease, increasing their risk of infection related with specific factors like migration, employment unsafe conditions, and domestic violence, among others. Emphasis is made on the main obstacles faced by women to flag their concerns and needs in society, as well as on their lack of empowerment to cope effectively with their problems. Some initiatives advanced by

  12. Análise da Fragilidade e Vulnerabilidade Natural dos Terrenos aos Processos Erosivos como Base para o Ordenamento Territorial: o Caso das Bacias do Córrego Carioca, Córrego do Bação e Ribeirão Carioca na Região do Alto Rio das Velhas-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clibson Alves dos Santos

    2010-08-01

    Full Text Available As bacias do Córrego Carioca, do Córrego do Bação e do Ribeirão do Carioca fazem parte da bacia do rio Itabirito, tributário no alto rio das Velhas, afluente do Rio São Francisco. Essa região é marcada por intensos processos erosivos, decorrentes do uso inadequado dos solos. Sendo evidenciados diversos conflitos de uso dos terrenos e recursos hídricos, devido ao desenvolvimento da atividade minerária, das atividades industriais, das práticas agropastoris, da crescente ocupação urbana e da expansão imobiliária por condomínios residenciais de classe alta. Nesse trabalho, analisou-se a susceptibilidade natural dos terrenos aos processos erosivos, tendo como base as unidades geomorfológicas definidas por Santoset al. (2006 e os métodos propostos por Crepani et al. (1996; 2001 e Ross (1992; 1994; 2000, visando contribuir no processo de planejamento ambiental e ordenamento territorial dessa região. Os resultados hierarquizam a área segundo o grau de fragilidade e vulnerabilidade aos processos erosivos, que associadas às análises realizadas no presente estudo, constituem-se em ferramentas orientativas no processo de ordenamento territorial das bacias hidrográficas estudadas.

  13. Assistência aos pacientes com HIV/Aids no Brasil Health care to HIV/AIDS patients in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margareth Crisóstomo Portela

    2006-04-01

    Full Text Available O trabalho teve por objetivo avaliar a assistência à população com Aids no Brasil e a capacidade do Sistema Único de Saúde (SUS de prover intervenções para enfrentamento da epidemia e discutir a sustentabilidade da iniciativa brasileira de distribuição universal e gratuita dos anti-retrovirais. O trabalho considerou dados originais de uma pesquisa sobre a capacidade potencial de distribuição de uma futura vacina anti-HIV no Brasil, envolvendo 119 entrevistados. Nas abordagens da assistência hospitalar e da assistência farmacêutica foram utilizados dados do Sistema de Informações Hospitalares do SUS e do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos do Programa Nacional de DST/Aids. Os resultados mostraram bom desempenho da política de distribuição de anti-retrovirais. Entretanto, o acesso ao tratamento de doenças oportunistas foi deficitário. Os valores pagos pelo Sistema Único de Saúde pelas internações por Aids mantiveram-se muito baixos, com valor médio em torno de R$700,00, em 2004. A assistência a pacientes com HIV/Aids no Brasil tem sido tratada como um direito do cidadão, com o respaldo de uma articulação efetiva entre as esferas de governo e a sociedade civil. Os desafios que se colocam atualmente dizem respeito ao monitoramento mais fino dos processos e resultados obtidos e à sustentabilidade da distribuição universal e gratuita de anti-retrovirais.This study was intended to assess care provided to those living with HIV/AIDS in Brazil and the Brazilian Unified Health System (SUS capacity of delivering interventions to cope with the epidemic as well as to discuss the sustainability of the Brazilian initiative of providing universal free access to antiretrovirals (ARVs. Original data from a study comprising 119 respondents on the potential capacity of delivering a prospective HIV vaccine in Brazil was used. Inpatient and pharmaceutical care was based on data from the SUS Hospital Information System and

  14. Compromisso socioambiental e vulnerabilidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Maria Lemos

    2011-12-01

    Full Text Available Neste estudo, analisamos formas de compromisso socioambiental adotadas por moradores que vivem em situação de vulnerabilidade. Numa localidade com problemas sociais e ambientais, constatamos três tipos de compromisso socioambiental, nomeados respectivamente de "passividade ativa"; "passividade suportiva" e "passividade cerceada". Esse conjunto expressa o ethos presente nessa população, fruto das experiências individuais e coletivas vividas.This study deals with the way people from an urban locality with many social and environmental problems manifest their commitments towards the environment. The results showed three types of commitment named here as "active passivity"; "withstand passivity" and "controlled passivity", that express the ethos present in this population, which emerged from their individual and collective experiences.

  15. Vulnerabilidades e situações de riscos relacionados ao uso de agrotóxicos na fruticultura irrigada Vulnerability and risk situations related to the use of pesticides in irrigated fruit farming

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cheila Nataly Galindo Bedor

    2009-03-01

    Full Text Available A determinação de situações de riscos na população que faz uso de agrotóxico é complexa. O objetivo desse estudo foi conhecer o contexto social, econômico e cultural e algumas das vulnerabilidades para a saúde relacionadas com o processo produtivo químico dependente da fruticultura do Vale do São Francisco. Questionário semiestruturado foi aplicado a uma amostra aleatória de trabalhadores rurais, para obtenção de informações socioeconômicas e culturais, assim como a morbidade relacionada com intoxicação por agrotóxicos. Os trabalhadores rurais da região têm em sua maioria baixo grau de escolaridade, sendo esta uma importante vulnerabilidade para compreensão da rotulagem dos agrotóxicos e sua implicação toxicológica e ambiental. Foi observado uso indiscriminado de agrotóxicos em condições inseguras de trabalho que comprometem a saúde dos expostos. A sintomatologia sugestiva de intoxicação por agrotóxicos aponta para quadros relacionados com exposição à organofosforados, carbamatos e piretróides, em congruência com os biocidas utilizados na fruticultura. 7% da população estudada referiram ter sofrido pelo menos um caso de intoxicação no decorrer da vida. A assistência técnica relacionada com o manejo de agrotóxicos é precária e não se observaram ações de proteção no âmbito da saúde, do trabalho, da previdência ou do ambiente. Estas vulnerabilidades institucionais corroboram aquelas relacionadas com o modelo tecnológico que objetiva meramente a produtividade e o rendimento financeiro.Determining the risks in a population that uses pesticides is a complex task. The purpose of this study was to outline the socio-economic and cultural context and some of the health vulnerabilities related to fruit production in the São Francisco River valley in Brazil. Semi-structured questionnaires were applied to random samples of farm workers to obtain data on social, economic and cultural characteristics

  16. Mujeres que Consumen Sustancias y su Vulnerabilidad frente al VIH en Santiago de Chile (Women Who Consume Substances and Their Vulnerability to HIV in Santiago of Chile).

    Science.gov (United States)

    Irarrázabal, Lisette P; Ferrer, Lilian; Villegas, Natalia; Sanhueza, Sebastián; Molina, Yerko; Cianelli, Rosina

    2016-06-01

    Women represent 15% of the people living with HIV in Chile. Risk behaviors for HIV are: multiple partners, unsafe sex, and exchange of sex for drugs/money. A correlational design was used. A sample of 203 women who were sexually active and consumed substances within the last 3-months were selected for this study. The average age of the participants was 32.4 years (SD = 9.2) and 68.1% were housewives. The substance most commonly used was alcohol (95.1%) and marijuana (49.8%); 23.7% of the women were drunk or drugged before having sex; 74.4% had multiple sexual partners and 95.6% had unprotected sex. There is a significant correlation (p < 0.05) between substance abuse and HIV risk behaviors. It is necessary to develop more research to understand in depth the relationship between substance use and HIV risk among Chilean women. It is important to consider the use of substances to develop and implement HIV prevention programs in the Chilean community. © The Author(s) 2016.

  17. Gênero, adolescências e prevenção ao HIV/aids Gender, adolescences and HIV/aids prevention

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Araci Asinelli-Luz

    2008-08-01

    Full Text Available O advento da aids e sua íntima relação com os estudos da sexualidade humana apontam para a importância das questões de gênero para o sucesso da prevenção diante da epidemia. O enfoque fortemente centrado no uso do preservativo masculino evidencia que, além do conhecimento sobre o corpo e a sexualidade, relações de poder entre homens e mulheres precisam ser redimensionadas para que as estratégias que privilegiam o sexo seguro possam ser incorporadas no cotidiano das relações sexuais. Este artigo, fruto de pesquisa realizada entre adolescentes de ambos os sexos, com idades de 17 e 19 anos, na cidade de Curitiba, ajuda-nos a entender como elas/eles pensam a sua sexualidade e a prevenção da infecção pelo HIV, indicando em que situações vivenciam comportamentos de prevenção e quando negligenciam diante da sua condição peculiar de vulnerabilidade.The advent of AIDS and its close relation with the studies of human sexuality point to the importance of gender issues for successful prevention to face this epidemic. The approach that is strongly focused on the use of male condoms shows that besides the knowledge of the body and sexuality, power relations between men and women need to be revised so that strategies that emphasize safer sex can be incorporated to everyday sexual relations. This article results from a research conducted among adolescents from both genders, aged 17 and 19, in the city of Curitiba, Brazil. It is intended to help us understand how they think about sexuality and prevention against HIV infection, indicating situations in which they engage in preventive behaviors and when they are neglectful in face of their peculiar situation of vulnerability.

  18. l acceso al saneamiento básico y la hospitalización por enfermedad diarreica aguda: un estudio de vulnerabilidad de los niños Access to basic sanitation and hospitalization for acute diarrheal disease: a study of child vulnerability Acesso ao saneamento básico e a internação por doença diarreica aguda: um estudo da vulnerabilidade infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samuel Alves de Oliveira

    2013-06-01

    , including the global data for Brazil (SIR = 3.17, 95 % CI 2.95 to 3.42. Conclusions: Improved knowledge and information about children and their windows of susceptibility to environmental agents will help to identify susceptible subgroups and ages, as well as to plan specific preventive measures.Objetivo: Avaliar a vulnerabilidade diferenciada de crianças às condições ambientais de saneamento.Métodos: Foi realizado um estudo ecológico a partir da tendência das taxas de internação por doença diarreica aguda (DDA e da cobertura populacional da rede de esgotos sanitários no Brasil, por estados brasileiros, e estratificado por faixa etária. Foi utilizado o modelo de regressão polinomial para avaliar as tendências.Resultados: Ao utilizar dados de cobertura de saneamento e taxa de internação por DDA, observa-se que há a correlação inversamente proporcional entre ambos, tendo a correlação para crianças maior magnitude e significância estatística (adultos: r=-0,259, p=0,184; crianças: r=-0,406, p=0,032. Observou-se uma associação estatisticamente significativa para a internação por DDA entre crianças, inclusive a medida global brasileira (SIR=3,17, IC 95 % 2,95 – 3,42.Conclusão: O aumento dos conhecimentos e informações sobre crianças e suas janelas de susceptibilidade aos agentes ambientais irão ajudar a identificar subgrupos e idades sensíveis para planear ações preventivas específicas.

  19. Mapa de Vulnerabilidad en Honduras

    Science.gov (United States)

    Sánchez, A. A.

    2013-05-01

    Dado que Honduras geográficamente se encuentra en una zona que esta expuesta a diferentes fenómenos sísmicos y climatológicos. Investigamos cuales son las zonas mas propensas a desastres naturales, la vulnerabilidad y el factor de resiliencia de la población de acuerdo a diferentes parámetros de estudio.

  20. Avaliação da testagem anti-HIV no pré-natal e na assistência ao parto no Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Marcondes Gomes

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Objetivos: avaliar a testagem anti-HIV durante a assistência pré-natal e ao parto no Sistema Único de Saúde. Métodos: estudo transversal conduzido em 2009 em 15 maternidades no Rio de Janeiro, sendo entrevistada amostra representativa de 835 parturientes e observados prontuários. Para avaliação da adequação da testagem anti-HIV foi elaborado um modelo lógico. Resultados: segundo informação das parturientes, 86,7% dispunham de sorologia não reagente do pré-natal e 55,7% foram submetidas ao teste rápido anti-HIV no hospital; em 49,9% dos casos o procedimento relativo ao teste rápido anti-HIV no hospital foi considerado adequado: mães com status ignorado de HIV do pré-natal submetidas ao teste rápido e mães com status conhecido não submetidas ao mesmo. Segundo dados do prontuário, 68,0% dispunham de sorologia não reagente e 79,6% foram submetidas ao teste rápido anti-HIV; em 50,9% dos casos o procedimento relativo ao teste rápido anti- HIV no hospital foi adequado. Conclusões: o protocolo de exames anti-HIV no pré-natal e na maternidade, vigentes em 2009, não foram cumpridos a contento, tanto por gerar procedimentos desnecessários quanto falhas na testagem da população alvo, ameaçando a instituição oportuna de medidas profiláticas de controle da transmissão vertical.

  1. A equipe de saúde na atenção integral ao adolescente vivendo com HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nanci Felix Mesquita

    2013-09-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa de campo qualitativa realizada no Serviço de Atendimento Especializado em Doenças Sexualmente Transmissíveis do Centro de Saúde da Vila dos Comerciários, em Porto Alegre/RS. Teve como objetivo identificar a atuação da equipe multiprofissional de saúde na atenção integral ao adolescente vivendo com HIV/AIDS. MÉTODOS: Utilizou-se a entrevista semiestruturada com a equipe multiprofissional de saúde. RESULTADOS: Dos resultados emergiram duas categorias analíticas: A multiprofissionalidade e A integralidade da atenção. CONCLUSÃO: O desenvolvimento deste estudo permitiu aos atores envolvidos a reflexão sobre suas práticas e sobre a integralidade como princípio norteador das ações em saúde, considerando o trabalho em equipe multiprofissional e o reflexo deste na atenção ao adolescente vivendo com HIV/AIDS.

  2. Vulnerability and self-perceived health status among light and heavy smokers: the relationship to short-term fear appeal tobacco control messages Vulnerabilidade e percepção de saúde auto-referida entre fumantes leves e pesados: a relação com mensagens anti-fumo voltadas para o apelo ao medo imediato

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Salem Szklo

    2009-07-01

    Full Text Available It is important to stimulate smokers to acquire some level of risk perception associated with their current behavior in order to motivate smoking cessation. The present article attempts to understand how the content of short-term fear appeal government tobacco messages may interact with different levels of daily cigarette consumption in order to affect smokers' vulnerabilities, expressed by self-perceived health status. A Poisson model was used to estimate the prevalence ratio of fair or poor self-perceived health status (FPHS according to daily cigarette consumption. We also calculated the proportions of smokers who stated that selected health warning pictures on cigarette packets encourage people to quit smoking, stratified by self-perceived health status and daily cigarette consumption. The proportion of smokers with FPHS was 25% higher among those who smoked > 20 cigarettes/day (p = 0.01. Among smokers with FPHS, heavy smokers showed the highest proportions of responses in favor of selected warning pictures most closely related to losses in ordinary daily living, such as shortness of breath and being bothered by cigarette addiction. Short-term loss-framed tobacco control messages seem to have raised awareness of vulnerability among heavier smokers.É importante incentivar os fumantes a adquirir algum nível de percepção do risco associado ao seu comportamento atual, para motivá-los a parar de fumar. O artigo procura elucidar em que medida o conteúdo do apelo ao medo imediato contido em mensagens anti-fumo nas campanhas governamentais pode interagir com o consumo diário de cigarros, no sentido de afetar as vulnerabilidades dos fumantes, expressas pela percepção de saúde auto-referida. Um modelo de Poisson foi utilizado para estimar a razão de prevalências de percepção de saúde auto-referida regular ou ruim, segundo consumo diário de cigarros. Calculou-se também a proporção de fumantes que afirmou que mensagens anti

  3. A ciência da vulnerabilidade: modelos, métodos e indicadores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Susan L. Cutter

    2012-10-01

    Full Text Available A ciência da vulnerabilidade consiste na integração multidisciplinar das ciências sociais, das ciências naturais e da engenharia na compreensão das circunstâncias que colocam as populações e os locais em risco devido aos perigos, e dos factores que aumentam ou reduzem a capacidade de resposta e de recuperação das populações, dos sistemas físicos ou das infraestruturas em relação a ameaças ambientais. A integração das diversas perspectivas requer análises baseadas nos locais com recurso a ferramentas e tecnologias geoespaciais. Este artigo descreve os instrumentos e os métodos para medir e cartografar a exposição ao risco (chamada vulnerabilidade física, a medição e a cartografia da propensão das populações para os riscos (designada vulnerabilidade social e a intersecção dos dois para criar as análises baseadas nos locais. A intersecção da vulnerabilidade física e da vulnerabilidade social cria a paisagem dos riscos (hazardscape que, por sua vez, ajuda os investigadores a compreender os impactos diferenciados dos riscos e dos desastres nos locais e nos respectivos habitantes.

  4. Avaliação do atendimento as vitimas de violencia sexual e da profilaxia pos-exposição ao HIV

    OpenAIRE

    Marcia Teixeira Garcia

    2005-01-01

    Resumo: A experiência com a utilização de profilaxia pós-exposição ocupacional ao Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) tem levantado questões sobre a possibilidade de repetir este modelo nas exposições não ocupacionais ao vírus. Entretanto, faltam dados a respeito da eficácia desta profilaxia. Objetivo: Avaliar o protocolo de atendimento a vítimas de violência sexual, a profilaxia pós-exposição (PPE) ao HIV e a adesão ao seguimento proposto. Casuística e método: Foram coletados dados das ví...

  5. Escala de atitudes frente ao HIV/AIDS: análise de fatores HIV/AIDS attitudes scale: factorial analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Silva Filho

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho apresenta resultados acerca das propriedades psicométricas da "Escala de atitudes frente ao HIV/AIDS". Os dados, provenientes de uma amostra de 549 alunos entre universitários, ensinos médio e ensino fundamental. MÉTODOS: Os dados foram tratados pelo método dos componentes principais da análise fatorial. A análise final, postulado um eigenvalue mínimo de 2, resultou cinco fatores. Foram eliminados itens que apresentaram carga fatorial menor que 0,30. Neste estudo, o menor alfa observado foi de 0,79. Portanto, é provável que todos os 47 itens do instrumento final elaborado meçam o mesmo construto: atitude frente ao HIV/AIDS. RESULTADOS: Escores inferiores a 96 foram considerados "fraco grau de conhecimento sobre HIV/AIDS"; entre 96 e 192 "moderado grau de conhecimento" e acima de 192 "alto grau de conhecimento sobre HIV/AIDS". Foram estabelecidos os fatores: 1, 2 e 3, sendo "fator geral de percepção da informação técnico-científica"; "fator de percepção da informação técnico-científica versus sexualidade e preconceito"; "fator de percepção da informação técnico-científica no uso de drogas", respectivamente. CONCLUSÕES: O alfa de Cronbach encontrado para a escala como um todo foi de 0,859, sugerindo fortemente a existência da fidedignidade do instrumento que se mostrou útil para avaliar o grau de conhecimento acerca do HIV/AIDS e o risco decorrente do desconhecimento, entre estudantes.OBJETIVE: This paper presents results related to the psychometric properties of the Escala de atitudes frente a HIV/AIDS (Attitudes Towards HIV/AIDS Scale. METHODS: The data was derived from a sample with 549 high and elementary school level students. The data was treated by Principal Components Analysis (PCA and Factor Analysis (FA. The final analysis resulted in 5 factors, given a minimal eigenvalue 2. Factor load items lower than 0.30 were excluded. In this study, the lowest alpha observed was 0.79. Therefore

  6. HIV/SIDA: Da prevenção ao apoio

    OpenAIRE

    Cotovio, Victor Viegas

    1992-01-01

    Partindo da bibliografia existente e da própria experiência, o autor procurou assimilar, reelaborar e reflectir sobre a problemática HIV+ /SIDA. O resultado é um texto de breves reflexões sobre a prevenção, o vivido e o apoio psicoterapêutico dos doentes HIV+ /SIDA. Salientam-se: na prevenção, a importância da mensagem afectiva na adolescência; no vivido, a angústia e as reacções agressivas ou depressivas; na psicoterapia, o saber escutar e o papel da ética na vi...

  7. Acesso universal? Obstáculos ao acesso, continuidade do uso e gênero em um serviço especializado em HIV/AIDS em Salvador, Bahia, Brasil Universal access? Obstacles to access, continuity of treatment, and gender issues at a specialized HIV/AIDS clinic in Salvador, Bahia State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isadora Borges Nolasco Oliveira

    2009-01-01

    Full Text Available Desde 1996, o Brasil mantém políticas internacionalmente conhecidas como de acesso universal ao tratamento especializado em HIV/AIDS. Observa-se, que o impacto da iniciativa tem sido desigual entre diferentes populações e regiões brasileiras. Desde uma perspectiva de gênero, o estudo buscou avaliar o acesso a um serviço especializado em HIV/AIDS localizado em Salvador, Bahia, identificando fatores facilitadores e obstaculizadores ao acesso e continuidade do uso vivenciados por mulheres vivendo com HIV/AIDS. Foram realizadas observação participante e entrevistas semi e não estruturadas com 13 usuárias. Resultados indicaram que a organização das rotinas do serviço e as relações travadas entre usuários e entre eles e trabalhadores em saúde condicionavam-se por valores, concepções e práticas associados a gênero, classe e aparência. O acesso e continuidade do uso no Serviço de Atenção à AIDS de Salvador eram condicionados à disponibilidade de bens sociais e simbólicos; o serviço apresentava capacidade limitada de adequação às especificidades dos usuários. Os achados apontam para limitações da operacionalização das políticas de acesso universal; e reforçam a necessidade de estudos que considerem a noção de vulnerabilidade e regionalização da epidemia no Brasil.Since 1996, Brazil has implemented internationally acknowledged policies such as universal access to specialized treatment for HIV/AIDS. However, the initiative's impact has been unequal if one compares different population segments and regions of the country. Taking a gender perspective, the current study seeks to evaluate access to a specialized HIV/AIDS service in Salvador, Bahia, identifying facilitating factors and obstacles to access and continuity of care, as experienced by women living with HIV/AIDS. Participant observation and semi-structured and open-ended interviews with 13 women were used. The findings indicate that the organization of

  8. Representações sociais do cuidado prestado aos pacientes soropositivos ao HIV Representaciones sociales de la atención prestada a los pacientes seropositivos al VIH Social representations of the care provided to HIV seropositive patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucia Alexandre Formozo

    2010-04-01

    Full Text Available Trata-se de pesquisa qualitativa cujos objetivos foram identificar e comparar as representações sociais do cuidado de enfermagem ao paciente soropositivo ao HIV para profissionais de enfermagem. O cenário foi um hospital público universitário da cidade do Rio de Janeiro e os sujeitos 20 auxiliares de enfermagem e 20 enfermeiros. A coleta de dados deu-se através de entrevista semi-estruturada e a análise utilizou o software ALCESTE 4.7. Entre os auxiliares de enfermagem foram caracterizados conteúdos do cotidiano do cuidado de enfermagem prestado ao paciente com HIV/AIDS, enquanto os enfermeiros trouxeram conteúdos voltados a qualidade de vida. Concluiu-se que a representação social dos auxiliares de enfermagem encontra-se ancorada em elementos práticos do cotidiano do cuidado, enquanto os enfermeiros ancoram-se no conhecimento reificado.Esta es una investigación cualitativa cuyos objetivos son identificar y comparar las representaciones sociales de los cuidados de enfermería a pacientes con VIH seropositivos para profesionales de enfermería. El escenario fue un hospital universitario público en Río de Janeiro y los sujetos 20 auxiliares de enfermería y 20 enfermeras. La recogida de datos se llevó a cabo a través de entrevistas semi-estructuradas y utilizados su software de análisis ALCESTE 4.7. Entre los auxiliares de enfermería se caracteriza contenidos sobre el diario de atención de enfermería a pacientes con VIH/SIDA, mientras que el enfermeiros contenido de vuelta a su calidad de vida. Se llegó a la conclusión de que la representación social de los auxiliares de enfermería, se basa en los asuntos del cotidiano de la atención, mientras las enfermeras ancoram en el conocimiento recficado.This is a qualitative research whose objectives were to identify and compare the social representations of nursing care to patients with HIV seropositive to professionals of nursing. The scenario was a public university hospital in

  9. Adesão ao tratamento por cuidadores de crianças e adolescentes soropositivos para o HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Mota Branco Salles

    Full Text Available Objetivou-se investigar o padrão de adesão ao tratamento por cuidadores de crianças e adolescentes HIV positivos e identificar as estratégias de enfrentamento adotadas diante de estressores da soropositividade. Participaram 30 cuidadores e utilizou-se entrevista semiestruturada, Escala Modos de Enfrentamento de Problemas e prontuário clínico, este como fonte de dados secundários. Os cuidadores foram classificados em Grupo Adesão e Grupo Não-Adesão com base em seus relatos sobre condutas de uso dos medicamentos antirretrovirais e outros critérios. Vinte e cinco cuidadores foram incluídos no Grupo Adesão. Não se observaram diferenças significativas quanto ao enfrentamento entre os grupos, excetuando a busca de práticas religiosas/pensamento fantasioso. Os resultados dão subsídios para intervenções visando reduzir impactos psicossociais da soropositividade a cuidadores, crianças e adolescentes.

  10. Vulnerabilidade Natural do Solo de Silveira Martins-RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franciele Francisca Marmentini Rovani

    Full Text Available A análise ambiental, com base nos processos de morfogênese e pedogênese, possibilita informações importantes para a elaboração de políticas públicas visando o uso e ocupação da paisagem de maneira sustentável. Com isso, objetivou-se identificar os diferentes níveis de vulnerabilidade natural à perda de solo do município de Silveira Martins, RS. Foi elaborado um banco de dados espaciais em um ambiente de Sistemas de Informações Geográficas (SIG com auxílio do software Spring. O zoneamento da vulnerabilidade natural à perda de solo foi elaborado com base nas informações referentes à declividade, geomorfologia, geologia e solos de acordo com o grau de vulnerabilidade de cada informação, por meio da álgebra de mapas. Para o território municipal de Silveira Martins identificou-se a ocorrência de cinco classes. Destacam-se as unidades estáveis com predomínio dos processos formadores do solo (38,08% da área municipal, e as unidades moderadamente vulneráveis, prevalecendo os processos erosivos (53,67%. As áreas classificadas como moderadamente vulnerável e vulnerável (8,25%, correspondem a áreas com inclinações superiores a 25º e com formação geológica e geomorfológica menos estáveis. Nas unidades em que predominou a vulnerabilidade natural, sugere-se especial atenção em relação ao meio natural e aos agentes que o influenciam, visando boas práticas sociais associadas às políticas ambientais no processo de tomada de decisões econômicas, possibilitando a valorização e proteção do meio natural.

  11. Mulheres expostas ao HIV/AIDS: promovendo qualidade de vida na atenção básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Emília Romero de Miranda Henriques

    2009-12-01

    Full Text Available Um dos objetivos específicos do Programa de Assistência Integral a Saúde da Mulher é a ampliação e qualificaçãoclínico-ginecológica, inclusive para cuidar das portadoras de infecção pelo HIV e outras DST’s, por meio de estratégiasque favoreçam o fortalecimento da atenção básica. Este estudo teve o objetivo de analisar a opinião de mulheres,assistidas pelo PSF e CTA do município de Bayeux-PB, quanto às orientações fornecidas por profissionais de saúde emrelação ao HIV/AIDS. Estudo exploratório de abordagem qualitativa, realizado em 2006, que contou com aparticipação de 22 mulheres. Os dados foram analisados por meio da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo eapresentados em quadros. Identificou-se que as mulheres tinham faixa etária variando entre 19 e 60 anos, e 82%referiram ter o primeiro grau incompleto. De acordo com os discursos pode-se evidenciar que não está havendocontinuidades nos trabalhos de orientação sobre DSTs/AIDS na atenção básica; Houve satisfação quanto asorientações obtidas no CTA; Identificou-se impedimentos para o uso do preservativo. Acredita-se que elas necessitamde assistência em espaços educativos. Todavia para que haja mudança nas práticas assistenciais dos profissionais, é primordial o envolvimento da equipe gestora.

  12. Con-vivendo com a soropositividade HIV/AIDS: do conceito aos preconceitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inácia Sátiro Xavier de França

    2000-12-01

    Full Text Available Estudo interacionista objetivando identificar as reações e sentimentos do enfermeiro/cliente em relação a soropositividade HIV/AIDS. Emergiram dos discursos dos enfermeiros os significados: ter dificuldade de interação pelo medo do contágio e morte; tratar o cliente como não-pessoa; atuar como "informado". Dos discursos das pessoas soropositivas extrairam-se os significados: ser não-igual; aderir a vitimização/auto-exclusão; usar a manipulação da impressão; e ser desviante normal. Estas significações subsidiaram a reflexão acerca do seu conteúdo à luz da obra Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada, de Erwing Goffman(1988 e da Resolução COFEn -160/93. A compreensão do fenômeno sinaliza para práticas defensivas e excludentes, de ambas as partes, fundamentadas no temor da morte. Os resultados indicam necessidade de treinamento e oficinas de sensibilização dos profissionais de modo a capacitá-los para um cuidar holístico e humanitário que favoreça a (resocialização do soropositivo.

  13. Consulta de enfermagem ao paciente com HIV: perspectivas e desafios sob a ótica de enfermeiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simara Moreira de Macêdo

    2013-04-01

    Full Text Available Busca-se analisar como a consulta de enfermagem é desenvolvida por enfermeiros que atuam em Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS no município de Fortaleza-CE. Estudo exploratório e descritivo, com abordagem qualitativa, que utilizou a análise de conteúdo como técnica de análise dos dados. Para realização da consulta de enfermagem, a escuta foi relatada pelos enfermeiros como o principal mecanismo que possibilita a construção de relação de empatia e confiança com o paciente, possibilitando a manifestação de dúvidas, temores e anseios. Possibilita também a propagação de informações e orientações acerca da patologia, assim como a convocação do sujeito para uma participação ativa no processo de cuidado, buscando conscientizá-lo acerca da importância da adesão ao tratamento medicamentoso. A consulta de enfermagem configura-se como um momento educativo oportuno para a troca de saberes e estreitamento de laços.

  14. Vulnerabilidad selectiva neuronal: la rabia como modelo de estudio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Orlando Torres Fernández

    2005-03-01

    Full Text Available La vulnerabilidad selectiva neuronal puede ser definida, anatómicamente, por la vulnerabilidad diferencial de circuitos y neuroquímicamnete, por la vulnerabilidad de las neuronas que expresan firentes proteínas en partícular.

  15. Necessidades de qualificação da equipe de enfermagem para a assistência aos clientes portadores do HIV e da Aids Qualification needs of the nursing team for the assistance of Clients with HIV and Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Luiza de Fátima Pinho Lins Gryschek

    2000-09-01

    Full Text Available Discorre-se sobre as necessidades de qualificação específica das equipes de enfermagem dos Centros de Referência de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, para a assistência aos clientes portadores do HIV e da Aids. Foram enviados questionários abertos, para todos os profissionais da equipe de enfermagem de todas as unidades do Programa Municipal de DST/Aids. Do total de 671 profissionais de enfermagem, 453 responderam ao questionário. Como necessidades de qualificação foram apontadas: biossegurança, preparo e administração de medicamentos específicos e assistência de enfermagem aos clientes com HIV e Aids.This study discourses about the especific training needs of the nursing teams of the Centers of Reference of Sexual Transmissible Diseases (STD and Aids from the STD/Aids Program of the Health Secretary of the Township of São Paulo for the assistance of clients with HIV and Aids. From a total of 671 nursing workers, 453 answered the questionnaire. They identified the following training needs: contents related to standard precautions, preparation and administration of specific drugs and other general nursing care to HIV + clients.

  16. La volatilidad acentúa la vulnerabilidad

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Iván González

    2003-06-01

    Full Text Available Este artículo muestra que en los años noventa la volatilidad financiera desestabilizó el sector real. La conjunción de ambas formas de volatilidad, la financiera y la real, ha acentuado la vulnerabilidad de las personas más débiles. Para romper el círculo vicioso generado por las dos V (volatilidad y vulnerabilidad es necesario pensar seriamente en una política económica que funde el desarrollo en una sociedad más equitativa y menos excluyente.

  17. Saúde mental e vulnerabilidade social: a direção do tratamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Pegolo da Gama

    2014-03-01

    Full Text Available O objetivo do texto é refletir sobre as relações entre saúde mental e vulnerabilidade social a partir do encontro da Psiquiatria Biológica com a Reforma Psiquiátrica. Problematizamos o conceito de saúde mental, o conceito de vulnerabilidade social, os manuais diagnósticos, as pesquisas epidemiológicas, tendo como pano de fundo as Políticas Públicas de Saúde. Identificamos a necessidade de superação da lógica técnico-científico tradicional incorporando a singularidade e saberes ligados aos sujeitos que são afetados pelo sofrimento.

  18. Treatment adherence: the experience of adolescents with HIV/AIDS Adhesión al tratamiento: vivencias de adolescentes con HIV/SIDA Adesão ao tratamento: vivências de adolescentes com HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Fernanda Cabral Kourrouski

    2009-12-01

    condição crônica é algo difícil em qualquer fase da vida, ainda mais quando se fala de HIV/AIDS, condição que traz estigma e discriminação, e quando ocorre na adolescência mostra-se como agravante. O objetivo deste estudo é compreender a experiência de adolescentes portadores de HIV/AIDS, no que diz respeito à adesão medicamentosa. Trata-se de estudo descritivo, com abordagem qualitativa dos dados. Participaram nove adolescentes com idade entre 12 e 18 anos e seis cuidadores. Os dados foram organizados ao redor das facilidades e dificuldades relacionadas à adesão. Os resultados evidenciaram que os adolescentes têm dificuldades na adesão ao medicamento, colocando tais dificuldades principalmente nos efeitos colaterais dos mesmos; procuram viver o processo de normalização, de tal forma que o estigma e discriminação não comprometam a sua qualidade de vida e a adesão à terapêutica. São apresentadas recomendações para estimular a adesão ao tratamento.

  19. Prevalência da infecção por HIV em parturientes de maternidades vinculadas ao SUS Prevalence of infection with in unified health care system maternities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia Mara Dolce de Lemos

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência do HIV nas parturientes de maternidades vinculadas ao SUS, pela utilização do teste rápido. MÉTODOS: estudo transversal realizado em maternidades conveniadas ao SUS no Estado de Sergipe, após treinamento realizado com os profissionais de saúde dessas maternidades. As parturientes foram submetidas ao teste rápido imunocromatográfico para HIV, independente de já o terem realizado no pré-natal, após aconselhamento e assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido. O teste utilizado foi DetermineTM - Abbott Laboratórios do Brasil. Utilizou-se o esquema de profilaxia da transmissão vertical para todos os casos, segundo o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde. Foi criado banco de dados no Epi-Info 2002 e calculada a prevalência em relação a todos os testes realizados no período de janeiro de 2003 a março de 2004, por meio de análise estatística descritiva. RESULTADO: após realização de 9.215 testes rápidos, foram detectadas 39 (0,42% soropositivas para HIV, das quais 23 (59% não conheciam a sua soropositividade. Duas gestantes que já eram sabidamente HIV positivas não relataram aos profissionais sua condição no momento da admissão. O número de parturientes que referiram ter freqüentado o serviço de pré-natal foi alto (89%, mas somente 32,5% destas foram submetidas ao teste para HIV na gestação. CONCLUSÃO: a prevalência detectada (0,42% neste estudo é semelhante à nacional. É alta a prevalência de parturientes que desconhecem sua soropositividade para HIV, o que indica inadequado funcionamento de cuidados pré-natais dispensados. Na situação atual é necessária a triagem no momento do parto, para garantia de intervenções adequadas neste momento crucial da transmissão do HIV.PURPOSE: to evaluate the prevalence of HIV infection in parturient women from maternity hospitals linked to the Public Health Service in Sergipe state (Brazil using the rapid test

  20. Vulnerabilidades de adolescentes com vivências de rua Vulnerabiidades de los adolescentes de la calle Vulnerability of adolescents with street-life experience

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Rose Guadalupe Barcelos Schwonke

    2009-12-01

    Full Text Available Estudo exploratório-descritivo, qualitativo, efetuado nos meses de maio e junho de 2006, com o objetivo de discutir o contexto de vulnerabilidades em que estão inseridos os adolescentes que vivenciaram o ambiente de rua, com ênfase na exposição à infecção pelo HIV. A História Oral foi a técnica escolhida para a coleta dos dados, que foi operacionalizada por meio de entrevistas individuais gravadas e transcritas. Os informantes foram seis moças e seis rapazes que se encontravam acolhidos em duas instituições de abrigo de uma cidade do Rio Grande do Sul, Brasil. Os dados revelam que a baixa escolaridade e o barato das drogas os expõem a riscos, e que, acerca da camisinha, ainda há contradições. Tais fatores aumentam a vulnerabilidade às DSTs e AIDS, tendo em vista que o ambiente da rua não oferece condições necessárias à tomada de decisões conscientes, somando-se ao fato de estarem distantes do acesso a serviços e profissionais de saúde.Estudio exploratorio-descriptivo y cualitativo efectuado en los meses de mayo y junio del 2006, con el objetivo de discutir el contexto de las vulnerabilidades experimentado por adolescentes que vivieron en el ambiente de calle, enfatizando el riesgo a ser infectados por VIH. La Historia Oral fue la técnica elegida para la colecta de los datos, realizada mediante entrevistas individuales grabadas y transcritas. Los entrevistados fueron seis muchachas y seis muchachos que estaban acogidos en dos instituciones de abrigo en una ciudad de Rio Grande do Sul. Los datos revelan que la baja escolaridad y el precio barato de las drogas los exponen a riesgos, y en lo relacionado con la utilización del preservativo, todavía hay contradicciones. Tales factores aumentan la vulnerabilidad a las EST y Sida, teniendo en cuenta que el ambiente de la calle no ofrece condiciones necesarias para tomar decisiones conscientes, sumandose al hecho que estos jovenes están lejos de tener acceso a los servicios

  1. Vivenciando o racismo e a violência: um estudo sobre as vulnerabilidades da mulher negra e a busca de prevenção do HIV/aids em comunidades remanescentes de Quilombos, em Alagoas Living racism and violence: a study on the vulnerabilities of black women and the attempt to prevent HIV/AIDS in a Quilombo community in Alagoas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Luís de Souza Riscado

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as formas de violência racial e de gênero e o comportamento das mulheres quilombolas diante das DST/aids em Comunidades Remanescentes de Quilombos em Alagoas. MÉTODOS: Abordagem qualitativa, a partir de 10 grupos focais, constituídos de 12 a 18 mulheres, com idade variável entre 16 a 55 anos, em que foram abordadas as temáticas gênero, racismo, violência doméstica, exame ginecológico preventivo, uso das Unidades Básicas de Saúde (USB e do Programa Saúde da Família (PSF, doenças sexuais transmissíveis, parcerias sexuais, uso de camisinha, uso de drogas. O aporte teórico foi da fenomenologia de base existencialista proposta por Merleau-Ponty e o referencial foucaultiano. RESULTADOS: A análise dos depoimentos apontou que um acentuado contingente de mulheres padece de violência doméstica em níveis físico, sexual, psicológico, patrimonial e moral. Quanto ao racismo, as mulheres quilombolas disseram ser vítimas de preconceito racial, com expressões de subestimação, humilhação na rua, na escola, em festas, em atendimento em postos de saúde. Evidenciou-se um grau alto de vulnerabilidade à infecção por DST/aids e outros agravos, pela ausência de uma política de saúde mais efetiva e de um trabalho educativo nessas comunidades. CONCLUSÕES: Os dados obtidos revelaram as precárias condições de vida, as dificuldades de acesso aos serviços de saúde, a falta de prática preventiva para as doenças sexualmente transmissíveis. Faz-se necessária uma intervenção efetiva e perene dos organismos do Estado na área da educação, da saúde, visando à promoção da equidade, racial e de gênero e à saúde das mulheres quilombolas.OBJECTIVE: To analyze the forms of racial and gender violence, quilombola women's behavior regarding STD/AIDS, in Quilombos Remaining Communities in Alagoas. METHODS: Qualitative approach from 10 focus groups, comprising 12 to 18 women, with age ranging from 16 to 55, which

  2. HIV-1 subtypes and mutations associated to antiretroviral drug resistance in human isolates from Central Brazil Subtipos e mutações associadas à resistência aos anti-retrovirais em isolados de HIV-1 do Distrito Federal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Marreco Cerqueira

    2004-09-01

    Full Text Available The detection of polymorphisms associated to HIV-1 drug-resistance and genetic subtypes is important for the control and treatment of HIV-1 disease. Drug pressure selects resistant variants that carry mutations in the viral reverse transcriptase (RT and protease (PR genes. For a contribution to the public health authorities in planning the availability of therapeutic treatment, we therefore described the genetic variability, the prevalence of mutations associated to drug resistance and the antiretroviral resistance profile in HIV-1 isolates from infected individuals in Central Brazil. Nineteen HIV-1 RNA samples from a Public Health Laboratory of the Federal District were reversely transcribed and cDNAs were amplified by nested PCR. One fragment of 297 bp coding the entire protease gene, and another of 647 bp, corresponding to the partial RT gene (codons 19-234, were obtained. Automated sequencing and BLAST analysis revealed the presence of 17 B and 2 F1 HIV-1 subtypes. The amino acid sequences were analyzed for the presence of resistance-associated mutations. A total of 6 PR mutations, 2 major and 4 accessory, and 8 RT mutations related to drug resistance were found. Our data suggest a high prevalence of HIV-1 B subtype in the studied population of Federal District as well as the presence of genetically-resistant strains in individuals failing treatment.A detecção de polimorfismos do HIV-1 que estejam associados à resistência às drogas anti-retrovirais e aos subtipos genéticos é importante para o controle e tratamento da infecção pelo HIV-1. A pressão exercida pela terapia anti-retroviral seleciona variantes resistentes com mutações nos genes virais da transcriptase reversa (RT e da protease (PR. Assim, visando contribuir com as autoridades de saúde pública na perspectiva de planejar a disponibilidade de um tratamento terapêutico, nós descrevemos a variabilidade genética e a prevalência de mutações associadas à resist

  3. Doença de Castleman multicêntrica não associada aos vírus HHV-8 e HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise de Fatima Forteski

    2014-07-01

    Full Text Available A doença de Castleman (DC é uma desordem linfoproliferativa policlonal, também conhecida como hiperplasia nodular gigante ou hiperplasia angiofolicular linfoide. Esta é uma doença rara que está frequentemente associada ao vírus da imunodeficiência humana (HIV e ao herpes vírus 8 (HHV-8. Os achados histopatológicos encontrados na DC sugerem uma intensa resposta aos estímulos antigênicos observada em várias doenças associadas com ativação imune, como a artrite reumatoide. Um fator importante implicado na patogênese da DC é a produção autônoma da interleucina-6 (IL-6. Nessa doença, as manifestações clínicas estão relacionadas aos níveis de IL-6, e a remoção cirúrgica dos linfonodos acometidos ou a utilização de anticorpos anti-IL-6 fazem regredir os sintomas. Descrevemos um caso da DC multicêntrica em uma mulher jovem, não associada à infecção pelo vírus HHV-8 ou à imunossupressão. Uma breve revisão da literatura se segue à descrição do caso clínico.

  4. High incidence of intermittent care in HIV-1-infected patients in Curaçao before and after starting cART.

    Science.gov (United States)

    Hermanides, H S; Holman, R; Gras, L; Winkel, C N; Gerstenbluth, I; de Wolf, F; Duits, A J

    2013-01-01

    Retention in care is one of the major challenges to scaling up and maximizing the effectiveness of combination antiretroviral therapy (cART). High attrition rates have been reported in the Caribbean region, varying from 6% to 23%. We studied the incidence of and risk factors for intermittent care in a cohort of adult HIV-1-positive patients, who entered into care in Curaçao between January 2005 and July 2009. A total of 214 therapy-naïve HIV-1-infected patients aged 15 years or older, entered HIV care between January 2005 and July 2009. Intermittent care was defined as at least one period of 365 days or longer in which there was no HIV care contact in Curaçao. Cox regression models were used to identify characteristics associated with time to intermittent care. In all, 203 (95%) patients could be classified as having intermittent or continuous care. The incidence of intermittent care before starting cART was 25.4 per 100 person years observation (PYO), whilst it was 6.1 per 100 PYO after starting cART. Being born outside Curaçao was associated with intermittent care before and after starting cART. Time from diagnosis to entry into care was an independent predictor for intermittent care before starting cART. Younger age was independently associated with intermittent care after starting cART. Half of the patients returned to care after intermitting care. Upon returning to care, median CD4 count was 264 cells/mm(3) (IQR, 189-401) for those who intermitted care before starting cART, and 146 cells/mm(3) (IQR, 73-436) in those who intermitted care after starting cART. In conclusion, the incidence of intermitting care is high in Curaçao, especially before starting cART, and intermitting care before starting cART is an independent predictor for starting cART late.

  5. Vulnerabilidade de famílias de idosos assistidos pela Estratégia Saúde da Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Almeida Souza

    2015-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: estudo descritivo, exploratório, de corte transversal, cujo objetivo foi identificar a vulnerabilidade de famílias de idosos assistidos pela Estratégia Saúde da Família (ESF. Método: foi desenvolvido por meio de entrevistas domiciliárias realizadas com uma amostra de 500 famílias de idosos assistidas por 32 equipes da ESF da cidade de Dourados, MS. O Índice de Desenvolvimento da Família (IDF foi adaptado para classificá-las em função da situação de vulnerabilidade. Resultados: os resultados revelaram a presença de famílias multigeracionais, com baixa escolaridade entre os indivíduos com idade superior a 20 anos e alta taxa de analfabetismo entre os idosos. Identificaram-se 403 famílias em situação de vulnerabilidade aceitável, 95 em vulnerabilidade grave e duas famílias em situação de vulnerabilidade muito grave. As dimensões mais críticas do IDF foram os acessos ao conhecimento e ao trabalho. Conclusão: conclui-se que há necessidade de mais investimentos no cuidado a esses idosos e suas famílias na Atenção Básica.

  6. Dimensoes da vulnerabilidade para as familias da crianca com dor oncologica em ambiente hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Graca Corso da Motta

    2013-09-01

    Full Text Available Identificar aspectos que demonstrem as dimensões da vulnerabilidade no universo familiar na ótica da família de crianças com dor oncológica em ambiente hospitalar Trata-se de um estudo descritivo exploratório com abordagem qualitativa, realizada na Unidade de Hematologia e Oncologia Pediátrica, de um hospital de grande porte da cidade de Porto Alegre - RS. Participaram do estudo nove famílias, utilizando-se para coleta dos dados o Método Criativo Sensível, por meio das dinâmicas de criatividade e sensibilidade, analisadas conforme o referencial da Análise de Conteúdo de Minayo, nos meses de Maio e Junho de 2010 Constatou-se que a doença traz à tona situações de vulnerabilidade, conferindo à criança e à família, sofrimento, dor, medo, angústia, desgaste físico e mental, causados pelo câncer. Assim, a Enfermagem, ao apropriar-se do marco conceitual da vulnerabilidade, pode visualizar novas dimensões do processo saúde/doença auxiliando a criança doente e sua família.

  7. Gestação e HIV: Preditores da Adesão ao Tratamento no Contexto do Pré-natal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Rigoni Faria

    Full Text Available Este estudo avaliou adesão ao tratamento em gestantes vivendo com HIV. Foram entrevistadas 89 gestantes com HIV, no último trimestre gestacional, que forneceram informações sobre dados sociodemográficos, apoio social, pré-natal e tratamento, além de exames laboratoriais. Constatou-se que 51,7% das gestantes aderiam à medicação. Essas gestantes eram mais escolarizadas, começaram o pré-natal antes, realizaram mais consultas e referiram maior apoio emocional. No modelo de regressão logística, o número de consultas realizadas e a presença de maior apoio emocional foram preditores da adesão. Adesão em gestantes vivendo com HIV ainda é um desafio, mesmo quando há acesso e disponibilidade de tratamento. Início precoce do pré-natal e fortalecimento da rede de apoio social são cruciais para a promoção da adesão em gestantes.

  8. Migración y ruralización del SIDA: relatos de vulnerabilidad en comunidades indígenas de México Migração e ruralização da Aids: relatos de vulnerabilidade de comunidades indígenas no México Migration and ruralization of AIDS: reports on vulnerability of indigenous communities in Mexico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Hernández-Rosete

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analizar la vulnerabilidad para ITS/VIH entre mujeres Purépechas y Zapotecas unidas en concubinato con varones que practican sexo sin protección. MÉTODOS: Estudio etnográfico realizado en febrero del 2004 y en diciembre del 2005 en localidades indígenas de Michoacán y Oaxaca, Mexico. Estos son entidades con niveles altos de expulsión migratoria, rezago comunitario y casos registrados de VIH/SIDA. Se entrevistaron en profundidad a 91 personas: migrantes temporales (24, mujeres indígenas (33, autoridades locales (20 y personal de salud (14. RESULTADOS: La ruralización del ITS/VIH puede relacionarse con las prácticas de iniciación sexual femeninas pero sobre todo con el miedo del migrante a que su concubina tenga relaciones extra-conyugales en su ausencia. El embarazo y la crianza son recursos masculinos de control de las esposas. CONCLUSIONES: La migración de retorno implica formas de vulnerabilidad para las mujeres indígenas en las localidades estudiadas, cuya sexualidad tiene un remarcado carácter reproductivo. Es necesario implementar políticas de prevención para ITS/VIH dirigidas a fortalecer derechos sexuales y reproductivos de las mujeres y que tomen en cuenta aspectos de identidad sexual masculina.OBJETIVO: Analisar a vulnerabilidade ao IST/HIV entre mulheres indígenas mexicanas unidas em concubinato com homens que praticam sexo sem proteção. MÉTODOS: Estudo etnográfico realizado nos meses de fevereiro de 2004 e dezembro de 2005 nas localidades rurais de Michoacán e de Oaxaca, México. Essas localidades possuem altos níveis de emigração, pobreza e casos de HIV/Aids. Foram realizadas entrevistas em profundidade com 91 pessoas: migrantes sazonais (24, mulheres indígenas (33, autoridades locais (20 e profissionais de saúde (14. RESULTADOS: A ruralização do HIV pode ser relacionada às práticas de iniciação sexual femininas e sobretudo ao medo do migrante de que sua esposa tenha relações extra

  9. VULNERABILIDADE DA ZONA COSTEIRA DE PITITINGA/RN, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Queiroz de Lima

    2013-01-01

    Full Text Available Este trabajo presenta un estudio sobre la vulnerabilidad natural y ambiental de la región costera de Pititinga, Rio do Fogo/RN. Para el análisis de vulnerabilidad se consideraron los aspectos del medio físico incluyendo geología, geomorfología y pedología, el medio biótico fue representado por el tema vegetación y lo medio antrópico fue realizada con el tema uso y ocupación del suelo. El procedimiento metodológico para generar los mapas ha involucrado visitas de campo, foto-interpretación y análisis espacial en ambiente de Sistema de Informaciones Geográficas (SIG. Para generar el mapa de vulnerabilidad natural, se cruzaron los mapas del medio físico (un híbrido de los mapas de geología, pedología y geomorfología con el mapa de vegetación, mientras la vulnerabilidad ambiental consistió en el cruzamiento de los mapas de vulnerabilidad natural y de uso y ocupación del suelo. El mapa de vulnerabilidad natural señaló un predominio de los ambientes con baja (29,6% y media (42,4% vulnerabilidad, destacando las dunas frontales y móviles con mayor vulnerabilidad. Este resultado muestra la posibilidad de uso y ocupación de hasta 72% del territorio, través de un planteamiento y ordenamiento de las actividades. El mapa de vulnerabilidad ambiental reveló una preponderancia de áreas con vulnerabilidad muy bajas (29,2% y bajas (53,8%, dejándonos inferir que la área de estudio fue relativamente poco modificada por la acción humana.

  10. Adolescencia y escuela en escenarios de vulnerabilidad

    OpenAIRE

    Elgarte, Roberto Julio; Borel, María Cecilia; Fabrizi, Jorgelina; Negrete, María Andrea

    2009-01-01

    La desigualdad educativa puede resultar una expresión de situaciones de vulnerabilidad social, en particular por lo que implica desde el punto de vista de la propia percepción de las oportunidades –o la ausencia de ellas– laborales y de prosecución de estudios superiores de los jóvenes que cursan el primer año del secundario superior. La presente ponencia se enmarca en los recorridos realizados como grupo de investigación interdisciplinario sobre el PGI “Constitución de la subjetividad adoles...

  11. Conhecimento, atitudes e comportamentos frente ao risco ocupacional de exposição ao HIV entre estudantes de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Toledo Júnior Antonio Carlos C.

    1999-01-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho são avaliar risco ocupacional de exposição ao HIV entre estudantes de medicina, avaliar o conhecimento e o uso das medidas de biossegurança e a cobertura da vacinação contra hepatite B. Questionário específico foi aplicado a 136 estudantes de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. A maioria da população avaliada, 87 (64% estudantes relataram participar de procedimentos cirúrgicos, 68 (50% já sofreram algum tipo de exposição a sangue, 90 (66,2% afirmaram conhecer as medidas universais de biossegurança e 33 (24,3% relataram conhecer os procedimentos em caso de exposição a sangue contaminado. A população avaliada apresenta alto risco de exposição a material biológico e cerca de um terço desta tem baixo nível de conhecimento das medidas de biossegurança, apesar de fazer uso delas. Torna-se necessário a utilização de estratégias como ensino formal, treinamento em serviço e criação de serviços especializados em biossegurança para a modificação desta realidade.

  12. Comportamentos de risco ao HIV em utilizadores de heroína em um distrito português: estudo qualitativo HIV risk behaviors in heroin users in a Portuguese district: a qualitative study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Fabiane Machado Gomes Marsden

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Explorar relatos de utilizadores de heroína sobre seus comportamentos de risco para transmissão do vírus da imunodeficiência humana (HIV no distrito de Vila Real, Portugal, já que a heroína é a droga predominante no que se refere ao uso problemático de drogas em Portugal, e 48% de todas as notificações de infecção por HIV no país são associadas à dependência de drogas. MÉTODO: Utilizadores de heroína recebendo tratamento ambulatorial para dependência em clínica pública foram selecionados aleatoriamente e convidados a participar do estudo. A coleta de dados foi realizada através de entrevista qualitativa semiestruturada, desenvolvida para explorar os relatos dos participantes sobre seu comportamento de risco associado ao uso de heroína. RESULTADOS: Vinte e cinco entrevistas foram realizadas. A idade média foi de 32 anos, e 92% eram homens. Os participantes relataram um tempo médio de uso de heroína de 14,7 anos, e 64% deles mencionaram uso diário da droga. Dois terços relataram uso de heroína e 16% referiram uso intravenoso da droga nos 30 dias anteriores à entrevista. 75% referiram compartilhamento de seringas ou parafernália de injeção. Front-loading ou back-loading foram técnicas comuns e não reconhecidas como comportamento de risco. 84% referiram ter sido testados anteriormente para o HIV. CONCLUSÕES: O desenvolvimento de melhores programas de prevenção ao HIV para este grupo de risco é essencial através do uso de informações sobre movimentos demográficos e padrões de comportamento de utilizadores de heroína, abordando seus comportamentos de risco nas práticas sexuais e no compartilhamento de parafernália de injeção.OBJECTIVE: To explore heroin users' accounts of risk behavior in relation to the transmission of human immunodeficiency virus (HIV in the district of Vila Real, northern Portugal, since heroin is the predominant drug in problematic drug use in Portugal and 48% of the total

  13. O HIV e o trabalhador de enfermagem frente ao acidente com material perfurocortante El VIH y el trabajador de enfermería frente a accidentes con material punzocortante HIV and the nursing professional in face of needlestick accidents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Vieira

    2008-12-01

    Full Text Available O estudo tem como objetivo identificar a produção científica sobre o acidente de trabalho do profissional de enfermagem com material biológico contaminado por HIV e caracterizar os fatores predisponentes aos acidentes de trabalho, assim como os procedimentos realizados pós-exposição ao material perfurocortante potencialmente contaminado pelo HIV. É uma revisão de literatura, cuja busca bibliográfica por palavras-chave foi realizada por meio da base de dados LILACS a partir de 2000. Constatou-se que os fatores predisponentes à ocorrência dos acidentes de trabalho com perfurocortantes estão relacionados tanto às condições de trabalho, como as condições individuais. Frente a estes acidentes, os trabalhadores de enfermagem têm necessidade de conhecer as condutas pós-exposição ao material perfurocortante potencialmente contaminado pelo HIV. Concluímos que a adoção das precauções-padrão no trabalho em saúde é condição fundamental para a segurança dos trabalhadores, independente da área de atuação, pois o número de casos de HIV é crescente.El estudio tiene como objetivo identificar la producción científica sobre accidentes de trabajo de profesionales de enfermería con material biológico contaminado por VIH y determinar las características de los factores que los favorecen, así como los procedimientos realizados posteriores al accidente con material punzocortante potencialmente contaminado por VIH. Revisión bibliográfica a través de palabras claves en la base de datos LILACS a partir del año 2000. Se constató que los factores que predisponen estos accidentes de trabajo se relacionan tanto con las condiciones de trabajo como con las condiciones individuales. Es necesario que los trabajadores de salud conozcan las conductas en casos de accidente punzocortante por VIH. Concluimos que la adopción de medidas patrón es una condición fundamental para la seguridad de los trabajadores, independientemente del

  14. Vulnerabilidade do doente versus autonomia individual The vulnerability of the patient versus individual autonomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inês Motta de Morais

    2010-12-01

    Full Text Available A autonomia é um conceito ético e individual, ao passo que a vulnerabilidade pressupõe a existência de relações desiguais entre indivíduos ou grupos. Tal desigualdade pode estar relacionada a questões sócio-econômicas. Muitas vezes os desprivilegiados têm dificuldades ou, mesmo impossibilidade de decidir. Portanto, é importante o reconhecimento dessa vulnerabilidade para garantir o direito à autonomia e respeito à dignidade de indivíduos, principalmente quando se trata de pesquisas na área da saúde. Este estudo procura analisar a importância do conceito de vulnerabilidade e seu alcance na relação com a autonomia individual. O estudo conclui que a consciência de vulnerabilidade é importante para alimentar a razão crítica que fundamenta a autonomia. Não pretende de forma alguma propor mais uma definição de autonomia individual e vulnerabilidade do doente, e sim apresentar os resultados do levantamento bibliográfico sobre o tema demonstrando os pontos convergentes e divergentes de diversos expoentes literários.Autonomy is and ethical and individual concept, while vulnerability presupposes the existence of unequal relations between individuals or groups. Such inequality may be related to socio-economic issues. The underprivileged often have difficulty in making decisions or find it impossible to do so. It is, therefore, important to recognize this vulnerability in order to ensure the right to autonomy and respect for the dignity of the individual, especially in the case of health research. This study investigates the importance of the concept of vulnerability and the extent to which it is related to individual autonomy. The study concludes that awareness of vulnerability is important in fuelling the critical reason that is the foundation of autonomy. The intention here is certainly not to put forward yet another definition of individual autonomy and patient vulnerability, but rather to present the results of a

  15. Autonomia e vulnerabilidade na vida dos adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata R. de Oliveira

    2007-05-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado com a finalidade de estabelecer relações entre os princípios éticos da autonomia e vulnerabilidade e a vida de adolescentes, pessoas reconhecidamente passíveis de síndromes depressivas, uso abusivo de drogas ilícitas, alcoolismo e tabagismo. Famílias desestruturadas, pais ausentes, companhia de amigos que levam a diferentes vícios, facilidade de acesso a fontes desencontradas de informações e uma sociedade indiferente afetam o desenvolvimento normal dos jovens. Considera-se, ainda, o grande desafio apresentado a profissionais de saúde em agir na busca de reduzir a vulnerabilidade dos adolescentes e permitir que os mesmo usem de autonomia com responsabilidade na tomada de decisões em suas vidas pessoais. O cuidado com os mesmos deve ser mais integral e ativo e a sociedade ainda não reconheceu adequadamente a importância de cuidar do desenvolvimento saudável desse imenso contingente humano.

  16. Vulnerabilidade social, abordagem territorial e proteção na Política de Assistência Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jolinda de Moraes Alves

    2013-12-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo aprofundar o conceito de vulnerabilidade social em territórios aos quais se destina a função protetiva da política de assistência social prevista na PNAS/2004. Explica como a proteção social não contributiva garantida pela Política de Assistência Social se ocupa das vulnerabilidades e riscos que o indivíduo ou famílias enfrentam na trajetória de seu ciclo de vida, por decorrência de imposições sociais, econômicas e políticas e de ofensas à dignidade humana. Demonstra que a proteção afirmada pela assistência social não se restringe às condições de pobreza, mas afiança seguranças sociais por meio dos serviços, benefícios, programas e projetos socioassistenciais e que as vulnerabilidades sociais podem ser agravadas em territórios onde inexistem os equipamentos públicos de acesso aos direitos socioassistenciais.  

  17. Estigma e discriminação: experiências de mulheres HIV positivo nos bairros populares de Maputo, Moçambique

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosário Gregório Andrade

    2015-03-01

    Full Text Available A epidemia de HIV/AIDS é um sério problema de saúde pública em Moçambique, que convive com altas taxas de prevalência do HIV. O impacto da epidemia é agravado pelo forte estigma que atinge as pessoas soropositivas. O objetivo deste estudo foi investigar, com base em uma perspectiva socioantropológica, a experiência de mulheres HIV positivo nos bairros populares de Maputo e como lidam com o estigma e a discriminação. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com dez mulheres HIV positivo, residentes nos bairros populares de Maputo. Os resultados mostram como a desigualdade de gênero atua de forma importante na construção da vulnerabilidade das mulheres ao HIV, assim como em sua estigmatização e discriminação. No enfrentamento do estigma, as mulheres procuram preservar o sigilo do diagnóstico buscando apoio na reunião em grupos de pares HIV positivo. É fundamental que se implementem políticas públicas voltadas para o empoderamento das mulheres e redução do estigma associado ao HIV/AIDS.

  18. "Vulnerabilidad sísmica del Puente Infiernillo II"

    OpenAIRE

    Galván Chávez, Arturo

    2011-01-01

    El puente Infiernillo II, ubicado en el estado de Michoacán, es el primer puente en México con un sistema de protección sísmica consistente en aisladores multirrotacionales sobre pilas y estribos. Por esta razón, es importante cuantificar la vulnerabilidad sísmica de esta estructura. "La vulnerabilidad sísmica es una propiedad intrinseca de la estructura descrita a través de una ley causa-efecto donde la causa es el sismo y el efecto es el daño (Sandi, 1986)." El modelo de vulnerabilidad pres...

  19. Processo de viver humano e a enfermagem sob a perspectiva da vulnerabilidade Proceso de la vida humana y de enfermería desde la perspectiva de la vulnerabilidad Human living process and nursing from the vulnerability perspective

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Couto Carvalho Barra

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Trata-se de um estudo de revisão integrativa objetivando analisar os artigos que abordam o tema vulnerabilidade em saúde e enfermagem, divulgados em periódicos nacionais e internacionais. MÉTODOS: A pesquisa foi realizada nas bases de dados MEDLINE, CINAHL e SciELO, abrangendo o período de 2004 a 2008, utilizando os descritores Vulnerabilidade, Vulnerabilidade em saúde, Populações vulneráveis associados ao descritor Enfermagem, sendo selecionados 24 artigos para análise. RESULTADOS: A caracterização dos estudos permitiu descrever um breve histórico do conceito de vulnerabilidade e extrair suas contribuições para a prática de enfermagem. CONCLUSÃO: A partir das diversas abordagens e perspectivas do conceito de vulnerabilidade, considera-se importante que a enfermagem aproprie-se desse conceito para contribuir com a renovação das práticas de cuidado, podendo conferir maior integralidade e equidade às ações de saúde.OBJETIVOS: Se trata de un estudio de revisión integradora com el objetivo de analisar los artigos que abordan el tema, vulnerabilidad en la salud y enfermería publicados en revistas nacionales y internacionales. MÉTODOS: La encuesta fue realizada en MEDLINE, CINAHL e SciELO, abarcando el período de 2004 a 2008, utilizando los descriptores Vulnerabilidad, Vulnerabilidad en salud, Poblaciones vulnerables asociados con el descriptor Enfermería, siendo seleccionados 28 artículos para análisis. RESULTADOS: La caracterización de los estudios permitió una breve historia que describe el concepto de vulnerabilidad extrayendo sus contribuciones a la práctica de enfermería. CONCLUSIÓN: De las diversas abordajes y perspectivas del concepto de vulnerabilidad, es importante que el enfermero adquiere la propiedad de este concepto para contribuir a la renovación de las prácticas de cuidado, pudiendo dar major integralidad y equidad a las acciones de salud.OBJECTIVE: This is an integrative review study

  20. Desafios da adesão ao tratamento de pessoas vivendo com HIV/Aids no Brasil Challenges of treatment adherence by people living with HIV/AIDS in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Melchior

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as dificuldades referentes à adesão ao tratamento de pacientes vivendo com HIV/Aids em terapia anti-retroviral altamente ativa. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa baseada em 34 entrevistas com pacientes em tratamento de diversos serviços ambulatoriais do estado de São Paulo em 1998-1999. O grupo compreendeu pessoas de diferentes níveis socioeconômicos, sexo, tempo no tratamento e diferentes graus de adesão de acordo com a percepção da equipe de saúde. As entrevistas foram focalizadas na narrativa do paciente sobre sua doença. A análise de conteúdo classificou as dificuldades relacionadas a fatores sociais e do estilo de vida, incluindo o estigma; a crenças acerca do uso da medicação; e diretamente ao uso da medicação. RESULTADOS: Todos os entrevistados relataram dificuldades relacionadas ao estigma de viver com HIV/Aids. As dificuldades relacionadas ao uso da medicação predominaram entre pacientes com melhor adesão. Pacientes com aderência média apresentaram os três tipos de dificuldade. CONCLUSÕES: Os fatores sociais e culturais são mais difíceis de serem superados para adesão ao tratamento do que aqueles relacionados a tomar a medicação, o que torna importante o papel desempenhado pelo setor saúde, apoiado por políticas públicas sociais claras. Essas dimensões devem ser enfrentadas não somente no setor saúde, mas também nos âmbitos político e social.OBJECTIVE: To analyze the difficulties related to treatment adherence by patients living with HIV/AIDS in highly active antiretroviral therapy. METHODS: Qualitative research based on 34 interviews with patients under treatment in several outpatient services in the state of São Paulo, in 1998-1999. The group was comprised of people from different socioeconomic levels, gender, length of treatment and varied adherence levels, according to healthcare staff perception. The interviews focused on the patient's narrative about his/her disease. The

  1. A experiência de vulnerabilidade da família da criança hospitalizada em Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thatiana Fernanda Côa

    2011-08-01

    Full Text Available Este estudo buscou compreender a experiência de vulnerabilidade da família da criança internada em Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos (UCIP. O Interacionismo Simbólico e o Conceito de Vulnerabilidade da Família foram utilizados como fundamentação para a compreensão dessa experiência. A Análise Qualitativa de Conteúdo foi o referencial metodológico aplicado. Os dados foram coletados por meio de entrevista e observação com 11 famílias de crianças hospitalizadas em uma UCIP de um hospital universitário, do Município de São Paulo. Emergiram seis categorias analíticas da experiência da família que, ao serem comparadas às categorias conceituais da Vulnerabilidade da Família, revelam os elementos definidores do conceito nesse contexto. Para a família, a internação de um filho em UCIP desencadeia sofrimento intenso, pois remete a possibilidade de uma perda definitiva. Assim, o poder e a autonomia da família em relação ao filho são diminuídos, intensificando o sentimento de vulnerabilidade.

  2. Risk factors of HIV-related oral lesions in adults Factores de riesgo de lesiones bucales asociadas al VIH en adultos Fatores de risco de lesões bucais associadas ao HIV em adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Noel Marzano Rodrigues Petruzzi

    2013-02-01

    desarrollar infecciones oportunistas en adultos VIH positivos, independientemente del uso de terapia anti=retroviral.OBJETIVO: Analisar fatores de risco para a ocorrência de lesões bucais em adultos soropositivos para o HIV. MÉTODOS: Estudo transversal, descritivo analítico de prontuários médicos/odontológicos de 534 pacientes com lesões bucais associadas ao HIV em Porto Alegre, RS, no período de 1996 a 2011. Os dados foram coletados em cinco centros de referência em saúde para o atendimento de portadores do HIV e comorbidades associadas. Os dados sociodemográficos e clínico-laboratoriais foram coletados em formulários padronizados. Foram incluídos dados exclusivamente de lesões com diagnóstico definitivo e classificadas de acordo com os critérios da ECC on Oral Problems Related to HIV Infection. A análise dos dados foi realizada mediante a aplicação de tabulações cruzadas, teste do Qui-quadrado e modelos de regressão logística. RESULTADOS: Níveis de CD4+ 5.000 cópias/mm³ (p = 0,003 e tabagismo (p = 0,005. CONCLUSÕES: Graus de imunodeficiência moderados e severos e cargas virais detectáveis foram fatores de risco para o desenvolvimento de lesões bucais. O consumo de tabaco e álcool aumentou a suscetibilidade de desenvolver infecções oportunistas em adultos HIV positivos, independentemente do uso de terapia antirretroviral.

  3. Ring enhancing intracranial lesion responding to antituberculous treatment in an HIV-infected patient Lesão intracraniana que respondeu ao tratamento anti-tuberculoso em paciente infectado pelo HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Pellegrino

    2010-10-01

    Full Text Available Cerebral tuberculomas constitute a major differential diagnosis of cerebral toxoplasmosis in human immunodeficiency virus (HIV-infected patients in developing countries. We report the case of a 34-year old woman co-infected with HIV and possible disseminated tuberculosis (hepatitis, lymphadenopathy, and pleural effusion who presented a large and solitary intracranial mass lesion. Despite extensive diagnostic efforts, including brain, ganglionar, and liver biopsies, no definitive diagnosis was reached. However, a trial with first-line antituberculous drugs led to a significant clinical and radiological improvement. Atypical presentations of cerebral tuberculomas should always be considered in the differential diagnosis of intracranial mass lesions in HIV-infected patients and a trial with antituberculous drugs is a valuable strategy to infer the diagnosis in a subset of patients.Os tuberculomas cerebrais constituem diagnóstico diferencial importante da toxoplasmose cerebral em pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV de países em desenvolvimento. Os autores relatam o caso de uma mulher HIV positiva de 34 anos de idade, que apresentou provável tuberculose disseminada (hepatite, adenomegalia, e derrame pleural associada à lesão expansiva cerebral única e gigante. Apesar dos esforços diagnósticos realizados, incluindo biópsia cerebral, ganglionar e hepática, o diagnóstico etiológico não foi confirmado. Porém, a resposta clínico-radiológica ao tratamento tuberculostático permitiu definir o diagnóstico de tuberculoma cerebral e a paciente teve alta hospitalar. Apresentações atípicas de tuberculomas cerebrais devem ser sempre consideradas no diagnóstico diferencial das lesões expansivas cerebrais em pacientes infectados pelo HIV e o uso do tratamento tuberculostático constitui ferramenta útil na definição diagnóstica em um sub-grupo de pacientes

  4. Agricultura comercial, tradicional y vulnerabilidad en campesinos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirna Isela Vallejo Nieto

    2011-01-01

    Full Text Available Se estudió la vulnerabilidad a huracanes y sequías en seis unidades domésticas que practican agricultura tradicional (ECT y cuatro dedicadas a la agricultura comercial (ECC en Calakmul, Campeche. Se encontró que las unidades ECT tenían un sistema resiliente y flexible adaptado a condiciones locales. Las ECC tomaron más riesgos. Confiaron en su capacidad económica para rescatar suficiente cultivo comercial para vender y empezar un nuevo ciclo. La severidad y frecuencia de eventos ambientales extremos afectarán su sistema dependiendo del tamaño de sus ahorros y los intervalos de bajo precio.

  5. Vulnerabilidad y patrimonio biocultural en Tacotalpa, Tabasco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guadalupe del Carmen Álvarez Gordillo

    2016-01-01

    Full Text Available Estudio de caso en cuatro localidades del municipio de Tacotalpa, Tabasco. Se resalta la vulnerabilidad social y rescate del patrimonio biocultural ( PB , definido y construido por las poblaciones que lo reconocen en sus historias comunitarias y cotidianas, a partir de la revisión documental y talleres participativos de planeación estratégica hacia la gestión del riesgo de desastres y desarrollo local. Se concluye que la prioridad comunitaria fue rescatar el conocimiento sobre la agricultura tradicional – como construcción colectiva del PB . Las estrategias locales de desarrollo mantienen atados los elementos biológicos y sociales y fundamentan la vida cotidiana con cierta sustentabilidad.

  6. Riesgos socionaturales: vulnerabilidad socioeconomica, justicia ambiental y justicia espacial

    National Research Council Canada - National Science Library

    Milagros Campos-Vargas; Alejandra Toscana-Aparicio; Juan Campos Alanís

    2015-01-01

      En este artículo se discuten los significados de los conceptos vulnerabilidad socioeconómica, justicia ambiental y justicia espacial, en sus relaciones con los riesgos socionaturales y los desastres...

  7. Homicídios e vulnerabilidade social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Tavares

    2016-03-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi analisar a distribuição espacial das taxas de homicídios (H segundo os índices de vulnerabilidade social (IVS e de qualidade de vida urbana (IQVU, em Betim/MG, de 2006 a 2011. Foram feitas análise descritiva, análise de correlação espacial utilizando o índice de Moran e análise espacial de H, IVS e IQVU. Ocorreram no período, 1.383 óbitos, com predomínio de homens (91,9%, de 15 a 24 anos (46,9%, pardos/pretos (76,9%, com ensino médio (51,1% e solteiros (83,9%. Não se verificou autocorrelação espacial, indicando que a distribuição das taxas de homicídio é aleatória, o mesmo ocorrendo com o IVS e com o IQVU. Em conjunto, no entanto, houve sobreposição de H, IVS, IQV, o que foi analisado à luz de diferentes teorias explicativas do crime, desde as que abordam a desigualdade social, passando pelas que pautam o tráfico de armas e drogas até chegar às teorias de Durkheim e Habermas, respectivamente, anomia e colonização do mundo da vida. Conclusão: tanto do ponto de vista empírico como teórico, vulnerabilidade social e homicídio se mostram associados.

  8. A assistência de enfermagem aos portadores de HIV/Aids no vislumbrar da sua epidemia em Ribeirão Preto: relato de experiÊncia de uma equipe de enfermagem The nursing assistance of HIV/Aids messenger in the glimpse of the epidemic in Ribeirão Preto city: experience report of a nursing team

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Therezinha J.O. Resuto

    2000-09-01

    Full Text Available Trata-se de um relato de experiência vivenciada por uma equipe de enfermagem de uma Unidade de Internação, de um hospi tal geral do interior paulista, ao planejar e prestar assistência de enfermagem ao portador do HIV/Aids, no início da epidemia, em 1985.This is a report about the experience faced by a nursing team from public hospital in São Paulo city, that took care of HIV/Aids patients in the beginning of the epidemic in 1985.

  9. Avaliação da aderência aos anti-retrovirais em pacientes com infecção pelo HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lignani Júnior Luiz

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a aderência aos anti-retrovirais e os principais fatores preditivos e os motivos para a má-aderência. MÉTODOS: Para avaliar a aderência aos medicamentos, realizou-se um estudo em uma amostra aleatória de 120 pacientes com infecção por HIV/Aids. A avaliação foi feita por auto-relato e complementada com uso de um diário e consulta à farmácia. Foi realizada análise univariada, e utilizados o teste de Student e do qui-quadrado. Calculou-se o odds-ratio como medida de absorção. RESULTADOS: Dos 120 pacientes avaliados, 87 (72,5% eram homens e 33 (27,5% eram mulheres com idade média de 35,5 anos. A maioria era de cor parda, tinha apenas o ensino fundamental, mas estava empregada, com renda de até dois salários-mínimos. O tempo médio de uso de anti-retrovirais foi de 12 meses. A principal indicação para início do tratamento foi a queda na contagem de linfócitos CD4+ a menos de 350 cels./mm³. A maioria estava em uso de três ou mais anti-retrovirais. Foram considerados aderentes 89 pacientes (74%. A principal causa de falhas foram os efeitos colaterais. O nível de escolaridade, a idade e o tempo de uso de anti-retrovirais foram importantes fatores de predição da aderência aos anti-retrovirais. CONCLUSÕES: Admite-se, baseado nas principais causas de falhas e nos fatores de predição de aderência encontrados, que, para melhorar essa aderência, é necessário o uso de esquemas com menos efeitos colaterais e um detalhamento minucioso e constante sobre o tratamento.

  10. Potencialidade do conceito de vulnerabilidade para a compreensão das doenças transmissíveis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcia Yasuko Izumi Nichiata

    2011-12-01

    Full Text Available O artigo traz a evolução e a contribuição da produção científica relacionada ao conceito de vulnerabilidade e sua potencialidade em estudos das doenças transmissíveis. Apresenta-se o conceito de Vulnerabilidade e a produção do conhecimento em Enfermagem, particularmente desenvolvida no Grupo Pesquisa Vulnerabilidade, Adesão e Necessidades em Saúde, do CNPq. Tem como finalidade ampliar a compreensão de agravos de saúde, com base neste conceito, além de possibilitar a proposição de intervenções para o seu enfrentamento, que extrapolem o âmbito do indivíduo, mas contemple a organização do trabalho nos serviços de saúde e a determinação social do processo saúde-doença.

  11. Modelagem etnoecol?gica da percep??o de vulnerabilidades, riscos e impactos socioambientais em comunidades quilombolas da Ba?a de Todos os Santos

    OpenAIRE

    Santos, Andr?a Iridan dos

    2013-01-01

    Esta pesquisa foi desenvolvida nas comunidades Quilombolas de S?o Braz, em Santo Amaro, e na comunidade Salamina Putumuju, em Maragogipe, ambas localizadas no estado da Bahia,com o objetivo de elaborar modelos etnoecol?gicos que descrevam e reflitam como as popula??es quilombolas dessas comunidades percebem, avaliam e respondem aos impactos socioambientais, riscos e as vulnerabilidades existentes na Ba?a de Todos os Santos. Para isso foram realizadas 67 entrevistas semi-estruturas; observa??e...

  12. Scripts em cena: HIV e mercado sexual no contexto turístico Scripts en escena: HIV y mercado sexualen el contexto turístico Scripts in scene: HIV and sexual market in the context of tourism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Bellenzani

    2008-12-01

    Full Text Available A atividade turística tem impacto também na saúde das populações de comunidades anfitriãs. Com base em estudo etnográfico e em 14 entrevistas com monitores(as de turismo ambiental, o objetivo deste artigo é analisar como o cenário sexual no contexto do turismo e seus scripts sexuais constroem a vulnerabilidade de caiçaras às DSTs/HIV e ao mercado sexual. Scripts sexuais tradicionais operacionalizados num cenário de "curtição", "prazer", "desinibição sexual", evidenciaram desigualdades sociais entre caiçaras e turistas que ampliam a vulnerabilidade dos jovens às DSTs/HIV e à mercantilização de sua sexualidade. Os scripts sexuais femininos (passividade/ingenuidade dificultavam a negociação do preservativo nas cenas sexuais coletadas; os "mais pró-ativos" eram interpretados como disponibilidade para "programas". Os scripts "não negar fogo", "catar as turistas" também ampliavam a vulnerabilidade dos rapazes. O contexto turístico constrói um cenário sexual singular e atravessa as trajetórias socioafetivas dos moradores. Seu impacto deve ser considerado por políticas e programas de saúde locais.El turismo genera impactos socioculturales y también en la salud de las poblaciones de comunidades anfitrionas. Con base en observación etnográfica y 14 entrevistas con monitores (as del turismo ambiental el artículo analizará el escenario sexual y la operación de los scripts sexuales en la construcción de la vulnerabilidad de jóvenes nativos del lugar para con la(s ITS/SIDA y al mercado sexual. Scripts sexuales tradicionales empleados en el escenario de"diversión", "placer", "desinhibición sexual", evidenciaran desigualdades sexuales entre jóvenes nativos del lugar y turistas y amplían la vulnerabilidad a las ITS/SIDA y a la comercialización de su sexualidad. Los scripts sexuales femeninos (pasividad/ingenuidad dificultaron la negociación del condón en las escenas colectadas; los scripts "más autónomo" han

  13. Homicídios entre adolescentes no Sul do Brasil: situações de vulnerabilidade segundo seus familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sant'Anna Ana

    2005-01-01

    Full Text Available Os autores apresentam um estudo sobre homicídios de jovens, entre 10 e 19 anos, ocorridos no ano de 1997, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A fonte de dados foi o Sistema de Informação sobre Mortalidade, da Secretaria Municipal da Saúde. A partir do endereço registrado na Declaração de Óbito, as famílias desses jovens foram visitadas e entrevistadas. Dos 68 casos selecionados, foi possível entrevistar 57 famílias, tendo ocorrido oito recusas e três endereços não localizados. Os resultados mostraram que os jovens encontravam-se em situação de vulnerabilidade social, indicada pelo alto abandono (78,9% escolar e a baixa renda per capita e escolaridade dos pais. Apresentavam também situações de vulnerabilidade relacionadas ao gênero, com predomínio de mortes entre o sexo masculino (91,2%, e ao comportamento, sendo que 40,4% consumiam bebidas alcoólicas, 45,6% drogas ilícitas e 58,6% apresentavam história de antecedentes criminais, passagem na Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor ou polícia. O estudo aponta para a importância de ações intersetoriais dirigidas ao jovem dentro de sua família, escola e comunidade, como uma resposta às vulnerabilidades programáticas, sociais e individuais as quais o jovem encontra-se exposto.

  14. Estructura de Información Geográfica Vulnerabilidad del Territorio

    OpenAIRE

    Narvaez, Nixon

    2012-01-01

    Estructura de Información geográfica Vulnerabilidad del Territorio temas: Estructura del territorio, Enfoques de la estructura del territorio, Grado de exposición del territorio y Vulnerabilidad de los elementos estratégicos

  15. Patterns of serologic response to human immunodeficiency virus type 1 (HIV-1 in brazilians with different clinical forms of HIV infection Padrões de resposta sorológica ao vírus da imunodeficiência humana do tipo 1 (HIV-1 em brasilieros com diferentes formas clínicas de infecção

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jairo Ivo dos Santos

    1989-03-01

    Full Text Available In order to investigate the IgG HIV-1 antibodies rectivity to structural components of the virus, 85 sera from infected Brazilians, comprising the total spectrum of HIV infection, were analysed by Western blot assay. The sera were confirmed as being positive to HIV with enzyme linked immuno assay (ELISA and indirect immunofluorescence (IIF. Although the sera from patients reacted less intensively to the gag polypeptide of 55KDa, no distinctive antigen reaction patterns were observed between sera patients with different clinical forms. Because of the higher frequency of reactivity to the gag p24 in AIDS patients, the patterns of anti-HIV IgG responses are similar to those observed in their African counterparts.Com o objetivo de avaliar a resposta de anticorpos da classe IgG a componentes estruturais do vírus, 85 soros de pacientes brasileiros, compreendendo todo o espectro da infecção pelo HIV foram analisados pela técnica de Western blot. Os soros confirmados como positivos pelas técnicas de imunofluorescência indireta e imunoenzimática. Embora os soros de alguns pacientes estudados reagissem menos intensamente com o polipeptídeo de 55 KDa, não observamos nenhuma diferença de reatividade entre os soros de pacientes com as diversas forma clínicas. Entretanto, a grande freqüência de reatividade ao polipeptídeo de 24 KDa nos pacientes com AIDS sugere que o padrão de resposta imune seja similar aos pacientes Africanos.

  16. Histórias de vida de mulheres HIV+ ativistas: mudanças e permanências Life stories of HIV+ women activists: changes and permanency

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Fernandes de Carvalhaes

    2012-08-01

    Full Text Available Nesses anos de seu reconhecimento, a aids tem obrigado a desnaturalizar questões sociais e culturais construídas historicamente e que são parte dos signos, das normas e dos códigos que balizam a estrutura e a organização da sociedade, impondo outros olhares e novas perspectivas para a complexidade de questões relacionadas aos gêneros, aos corpos e à cultura. Considerando essa conjuntura, esta pesquisa foi realizada com quatro mulheres HIV+ ativistas no movimento de aids com o objetivo de apreender suas concepções sobre a doença, os contextos de vulnerabilidade que possibilitaram sua infecção, suas vulnerabilidades à reinfecção e as mudanças e permanências nos campos afetivo-conjugal e da maternidade, a partir da experiência da doença e da militância.In these acknowledgment years, AIDS has obliged us to denaturalize social and cultural questions historically built, and that are part of the signs, rules and codes that mark out the society structure and organization, imposing other views and new perspectives towards the complex questions related to gender, bodies and culture. Taking this into consideration, this research was carried out with four HIV+ women activists in the AIDS movement with the objective of apprehending their conceptions about AIDS, the vulnerability contexts that made their infection possible, their vulnerabilities towards the reinfection, and changes and permanency in the affective-conjugal and motherhood fields, from the disease and activism experience.

  17. Pessoas vivendo com HIV/AIDS: variáveis associadas à adesão ao tratamento anti-retroviral Persons living with HIV/AIDS: factors associated with adherence to antiretroviral treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Maria Fleury Seidl

    2007-10-01

    Full Text Available O estudo objetivou descrever o comportamento de adesão ao tratamento anti-retroviral em pessoas vivendo com HIV/AIDS e investigar preditores da adesão entre as variáveis escolaridade, presença de efeitos colaterais, interrupção anterior da terapia anti-retroviral (TARV por conta própria, auto-estima, expectativa de auto-eficácia, estratégias de enfrentamento, suporte social e satisfação com a relação profissional de saúde-usuário. Adesão foi medida pelo auto-relato da perda do número de comprimidos/cápsulas dos medicamentos anti-retrovirais na última semana e mês, sendo considerada satisfatória na ocorrência de omissão inferior a 5% do total prescrito. Participaram 101 pessoas, 60,4% homens, idades entre 20 a 71 anos (M = 37,9 anos, 73,3% sintomáticos. A coleta de dados incluiu entrevista e instrumentos auto-aplicáveis. A maioria (n = 73; 72,3% relatou adesão igual ou superior a 95%. Nos resultados da regressão logística, interrupção anterior da TARV e expectativa de auto-eficácia foram preditores significativos da adesão. Faz-se necessária a qualificação da assistência pela constituição de equipes interdisciplinares, para o desenvolvimento de abordagens adequadas às dificuldades médicas e psicossociais de adesão das pessoas vivendo com HIV/AIDS.This study aimed to describe the adherence of persons living with HIV/AIDS to antiretroviral therapy (ART and to investigate adherence predictors among the following: level of schooling, presence of side effects, current or previous interruption of ART by the persons themselves, self-esteem, self-efficacy expectation, coping strategies, social support, and satisfaction with the health professional-patient relationship. Adherence was measured by self-reported number of ART pills/capsules missed during the previous week and previous month, evaluated as satisfactory when less than 5%. 101 HIV+ adults took part in this study, 60.4% males, ranging from 20 to 71 years

  18. SAÚDE MENTAL X VULNERABILIDADE SOCIAL: UMA INTERVENÇÃO COM MORADORES DA TAMARINDO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SANTOS, J.C.R.F

    2015-12-01

    Full Text Available O projeto de pesquisa “Saúde Mental x Vulnerabilidade Social: Uma intervenção com moradores da Tamarindo” tem como finalidade mostrar ações de intervenções feitas com moradores da comunidade, sob o enfoque da psicologia clínica. As relações entre saúde/doença mental e vulnerabilidade social exigem uma série de questões para serem compreendidas de forma que não reproduzam uma lógica simplista que associa “loucura” e “pobreza” reforçando o preconceito que a população menos favorecida acaba sofrendo. Ao mesmo tempo, problematizar esta questão pode nos direcionar para boas práticas na área de saúde mental. Esta pesquisa tem como objetivo nos levar a refletir a respeito das relações entre elas a partir das diversas lógicas presentes neste cenário. Saber se a pobreza é um dos fatores que “agravam” a patologia e criar e proporcionar espaços de escuta. Uns dos objetivos do projeto também é a promoção de saúde mental dos sujeitos, através do acolhimento das demandas psicossociais que surgirem nesses espaços de encontro. A metodologia utilizada será as ferramentas da Psicologia Clínica, onde utilizaremos a escuta qualificada e comprometida, com a finalidade de conhecê-lo para além dos possíveis contornos patológicos. Trabalhar com famílias de baixa renda trazem uma série de peculiaridades significativas, que estão relacionadas a resiliência e podemos perceber a prontidão que essas pessoas oferecem uma as outras, mesmo diante de uma realidade social precária. Entende-se que há carências de várias ordens, como a dificuldade do acesso a informação, que trazem vulnerabilidade aos indivíduos que implicam no sofrimento mental. Nesse contexto surge a importância da escuta, como um instrumento que estabelece uma ponte entre o sujeito em sofrimento e o seu contexto de vida. Mas por outro lado, o trabalho se torna difícil, diante da complexidade das questões que cercam a “pobreza”. No

  19. O risco não percepcionado para as zonas costeiras da Europa: Os tsunamis e a vulnerabilidade de Cádis, Espanha

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jörn Birkmann

    2012-10-01

    Full Text Available O desenvolvimento de estratégias apropriadas de redução de riscos e de vulnerabilidades para lidar com os riscos de tsunamis é um desafio importante para países, regiões e cidades a eles expostos. Este artigo descreve a forma como os riscos da ocorrência de tsunamis e, em particular, a vulnerabilidade a esses riscos podem ser avaliados e medidos. Com este objectivo, aplicou‑se um quadro de avaliação de vulnerabilidade à cidade de Cádis, o estudo de caso, de modo a destacar o uso prático e os desafios e as lacunas com que uma avaliação deste tipo tem de lidar. Os resultados revelam informações importantes para a melhoria sistemática da capacidade de resposta societal das cidades e dos seus habitantes a riscos potenciais de tsunamis. Elaboraram‑se mapas de perigos e vulnerabilidades, assim como dados qualitativos obtidos, por exemplo, através de discussões de grupo. Estes mapas e inquéritos são fundamentais quando se destinam ao desenvolvimento de um sistema de alerta e resposta rápida centrado nas populações. As conclusões deste artigo têm por base investigação levada a cabo no quadro do projecto TRANSFER (Tsunami Risk and Strategies for the European Region, financiado pela Comissão Europeia, que tem por objectivo contribuir para melhorar o conhecimento dos processos envolvidos nos tsunamis na região Euro‑Mediterrânica, desenvolver métodos e ferramentas para avaliar a vulnerabilidade e o risco e identificar estratégias para a redução dos riscos de tsunami.

  20. As necessidades de saúde e vulnerabilidades de pessoas com tuberculose segundo as dimensões acesso, vínculo e adesão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Hino

    2011-12-01

    Full Text Available Os objetivos foram conhecer a vivência das pessoas com tuberculose e identificar necessidades de saúde e vulnerabilidade frente ao adoecimento, no que diz respeito ao acesso ao tratamento, ao vínculo com a equipe de saúde e à adesão ao tratamento. Trata-se de um estudo qualitativo, desenvolvido em unidades de saúde da família. Entrevistaram-se pessoas em tratamento, utilizando-se o critério de saturação das informações. Na análise dos depoimentos utilizou-se o software Alceste. O diagnóstico tardio reflete a falta de conhecimento sobre a doença e o despreparo de alguns profissionais. O apoio constituiu um determinante no seguimento das pessoas que, sentindo-se acolhidas, foram incentivadas a seguir o esquema terapêutico. As necessidades de saúde relacionaram-se às boas condições de vida, como direito à alimentação, trabalho, moradia, educação, lazer e adoção de hábitos de vida saudáveis. Ressalta-se a valorização da vivência das pessoas em tratamento para apoiar a prática assistencial dos profissionais focada nas necessidades de saúde e vulnerabilidades da população.

  1. Validade aparente de um índice de vulnerabilidade das famílias a incapacidade e dependência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Amendola

    2011-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo propor e validar um índice para identificar famílias em situação de vulnerabilidade a incapacidades e dependência. Adaptou-se o Índice de Desenvolvimento da Família, acrescentando indicadores associados ao surgimento de incapacidade e dependência. Para validação aparente, utilizou-se a técnica Delphi e foram consultados cinco experts no assunto. Foi adotado nível de concordância de 80% entre os juízes. Após duas rodadas de avaliação, foram realizados ajustes quanto à forma e ao conteúdo do instrumento. Itens foram transferidos de componente, outros acrescentados e alguns, excluídos. O Índice resultante é composto por oito domínios, 38 componentes e 103 questões. A contribuição multiprofissional para a construção de um Índice que se propõe a captar a vulnerabilidade física e social das famílias resultou na primeira etapa para o desenvolvimento de uma ferramenta de diagnóstico e intervenção para profissionais de saúde que prestam assistência às famílias na Atenção Básica.

  2. O que permanece quando tudo muda?Precariedade e vulnerabilidade do trabalho na perspectiva sociológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Segnini

    Full Text Available A teoria sociológica, após o século XIX, analisou as múltiplas faces do trabalho submetido a condições precárias e marcadas pela vulnerabilidade do trabalhador (a. Vários autores se dedicaram a essa questão durante o século XX, mesmo no período da consolidação da sociedade salarial, ameaçada no presente. O objetivo deste texto é contribuir para esse debate por meio de resultados de pesquisas realizadas na última década, que nos informam a permanência das questões observadas nas análises fundadoras desse campo de estudo, mas também novas dimensões a serem consideradas para melhor compreensão sociológica das contradições observadas no trabalho precário, fonte de vulnerabilidade para os trabalhadores. Privilegiamos analiticamente um campo de pesquisa no qual os trabalhadores são escolarizados, com predomínio do curso superior e altamente qualificados profissionalmente: referimo-nos ao trabalho artístico de músicos em orquestras, no Brasil, e o papel do Estado na construção da supressão de direitos vinculados ao trabalho.

  3. Relação entre sintomatologia psicopatológica, adesão ao tratamento e qualidade de vida na infecção HIV e AIDS Relationship among psychopathological symptoms, treatment adherence and quality of life in HIV/AIDS infection

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Catarina Reis

    2010-01-01

    Full Text Available O presente estudo observou a existência de relações significativas entre sintomatologia psicopatológica (BSI, adesão ao tratamento (CEAT-VIH e qualidade de vida (WHOQOL-Bref em 125 pessoas HIV-positivo/AIDS em tratamento antirretroviral, atendidos em um hospital do Porto (Portugal. A sintomatologia psicopatológica correlacionou-se negativamente com adesão ao tratamento e qualidade de vida, e a adesão ao tratamento associou-se positivamente com a qualidade de vida. O modelo preditor de adesão ao tratamento, mediante análise de regressão múltipla, incluiu a ausência de sintomatologia psicopatológica, o comportamento de retirada dos medicamentos na farmácia hospitalar e a presença de efeitos colaterais do tratamento (R² =0,30. Ademais, observou-se um efeito mediador de sintomatologia psicopatológica entre a adesão ao tratamento e a qualidade de vida das pessoas com HIV/AIDS.The study shows evidence of statistical association among psychopathological symptoms (BSI, treatment adherence (CEAT-VIH and quality of life (WHOQOL-Bref in 125 HIV-positive/AIDS patients followed at Porto Hospital (Portugal. The psychopathological symptoms present a negative correlation with treatment adherence and quality of life. On the other hand, adherence was positively correlated with quality of life. The model of adherence to the antiretroviral treatment using multiple regression analysis includes absence of psychopathological symptoms, an adherence behavior (i.e. to get the medication at the hospital's pharmacy and the experience of side effects because of medication (R² = 0.30. Besides, psychopathological symptoms have a mediation effect between adherence and quality of life in people with HIV/AIDS.

  4. Prática educativa com jovens usuários de crack visando a prevenção do HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Agnes Caroline Souza Pinto

    2016-01-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Relatar a intervenção educativa com jovens usuários de crack visando à prevenção do HIV/AIDS através da metodologia de Círculo de Cultura. Métodos: Pesquisa de natureza qualitativa, realizada em 2012 com 10 jovens usuários de crack atendidos em uma comunidade terapêutica de Fortaleza-CE. A coleta de informações incluiu: observação participante com diário de campo; registro fotográfico e filmagem; e, como produção do grupo, teatro de fantoches. Resultados: O Círculo de Cultura permitiu aos jovens desvelar as suas principais vulnerabilidades ao HIV/AIDS, como o compartilhamento de canudos e cachimbos no uso da cocaína/crack e a perda da consciência como influenciadora na diversidade de parceiros e no não uso do preservativo nas relações sexuais. Conclusão: A intervenção educativa criou possibilidades para a inserção do(a enfermeiro(a no cenário da comunidade terapêutica, a fim de fortalecer articulações em rede para o trabalho de prevenção ao HIV/AIDS entre usuários de crack.

  5. O paradoxo do território e os processos de estigmatização no acesso ao diagnóstico de HIV na atenção básica em saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Zambenedetti

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Diretrizes políticas recentes têm preconizado a efetivação de processos de descentralização do acesso ao diagnóstico de HIV. Através do acompanhamento de um projeto de descentralização no município de Porto Alegre-RS, este artigo propõe uma análise da dimensão paradoxal do território e dos processos de estigmatização no acesso ao diagnóstico de HIV no contexto da Atenção Básica em Saúde. A abordagem teórico-metodológica foi fundamentada na perspectiva analítico-institucional e as estratégias metodológicas envolveram observações, grupos-focais e entrevistas com profissionais de uma Unidade de Saúde da Família, usuários do sistema de saúde, profissional de uma equipe de matriciamento e gestor municipal da política de DST-Aids. A análise evidencia a dimensão paradoxal do território e suas implicações para as práticas profissionais e as políticas públicas. Apresenta, por fim, a noção de multiterritórios como um dos modos de pensar múltiplas possibilidades de acesso ao diagnóstico de HIV.

  6. Epidemiological characteristics and HIV-related oral lesions observed in patients from a Southern Brazilian city = Características epidemiológicas e das lesões bucais associadas ao HIV observadas em pacientes de uma cidade sul-brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petruzzi, Maria Noel Marzano Rodrigues

    2012-01-01

    Conclusão: A elevada prevalência de doenças oportunistas e a rápida progressão para AIDS suscitam maior atenção para o diagnóstico precoce e acesso ao tratamento. Os profissionais devem ser alertados sobre a ocorrência de lesões bucais associadas ao HIV, pois podem sugerir a presença de infecção pelo vírus ou indicar uma pior condição de saúde do paciente

  7. DESIGUALDADES SOCIOESPACIAIS E ÁREAS DE VULNERABILIDADES NAS CIDADES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelba Azevedo Penna

    2014-01-01

    Full Text Available Proponemos abordar la discusión de la cuestión de la vulnerabilidad social, desde una perspectiva territorial y social, entendida como un proceso de interacción entre las condiciones del territorio (estructura de oportunidades y el potencial de la población que lo habita. En general, la cuestión de la vulnerabilidad se entiende en términos ecológicos y ambientales. Aqui la se define como un riesgo social que se caracteriza por la concentración de la precariedad de los servicios colectivos y la inversión pública en infraestructuras en el territorio, que causan la vulnerabilidad social de las comunidades más pobres. Es la interacción entre las caracteristicas sociales de la población , económicas y culturales (sus posibilidades que se traduciría en el grado de vulnerabilidad de los lugares. Se analizan los conceptos que nos llevan a mantener una discusión sobre la relación entre las vulnerabilidades sociales y espaciales, permitiendo la interpretación de la configuración territorial del propio territorio, la materialidad y la vida social que anima a esta existencia, dados por la acción de las relaciones sociales. Por lo tanto, esperamos contribuir a promover el reconocimiento de los derechos individuales, mejorar las condiciones de vida, económicas, sociales y urbanas, de las familias y las comunidades.

  8. AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE AMBIENTAL NA ÁREA DO ASSENTAMENTO SÃO JOAQUIM, SELVÍRIA/MS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Brugnolli Medeiros

    2014-03-01

    Full Text Available A análise da vulnerabilidade ambiental permite um diagnóstico sobre as fragilidades de uma bacia hidrográfica perante as diversas pressões exercidas sobre a mesma. Essa informação é favorável ao planejamento ambiental, pois possibilita identificar locais onde essas pressões exercidas têm potencial para causar uma maior degradação ambiental. Por isso a presente pesquisa teve como objetivo principal avaliar a vulnerabilidade ambiental na área do assentamento São Joaquim, localizado no município de Selvíria/MS, através do uso do geoprocessamento foi possível diagnosticar os locais onde a vulnerabilidade do solo é maior perante aos processos erosivos, a partir dos mapeamentos temáticos das características físicas como, declividade, solos, geologia, pluviosidade e uso da terra sendo feito o cruzamento entre estas variáveis através de pesos dados para cada característica. Através dos resultados obtidos, observou-se que de forma geral, a bacia obteve um grau de vulnerabilidade média elevada, abrangendo mais da metade de toda a área da bacia, mostrando que não é uma área muito vulnerável, mas é necessário este diagnostico, para apontar as fragilidade e potencialidades encontradas, para futuramente auxiliar em possíveis ações e novos estudos que ofereçam um melhor ordenamento à bacia, visando o aumento da qualidade de seus recursos naturais.

  9. Presentes Perigosos: dinâmicas de risco de infecção ao HIV/Aids nos relacionamentos de namoro em Maputo Dangerous gifts: HIV/Aids risk dynamics in namoro relationships in Maputo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Manuel

    2009-01-01

    Full Text Available O presente estudo explora as percepções e práticas sexuais entre jovens no Moçambique pós-colonial e pós-socialista, especificamente na cidade de Maputo. Usando uma combinação de diferentes métodos qualitativos, o estudo analisa profundamente relações de namoro. As relações de namoro, onde a relação sexual toma, preferencialmente, a forma de sexo não protegido (sem o uso do preservativo - "sexo verdadeiro" - são reciprocadas pelo amor e pela proposta de um compromisso por parte do jovem. Assim, verifica-se um sistema de trocas de presentes que neste estudo é analisado a partir do quadro teórico do dom de Marcel Mauss (1969. Mas, devido ao fato de a grande maioria dos jovens que participaram do estudo praticar a monogamia serial e à existência de parceiros ocasionais com quem o sexo protegido nem sempre é praticado, existem potenciais grandes riscos para infecção com ITSs e HIV/Aids. Assim, a troca de amor por sexo constitui um presente perigoso, pois põe em risco a saúde e a vida desses jovens.This study explores the perceptions and the sexual practices of young men and women in post colonial and post socialist Mozambique, specifically in Maputo city. Using a combination of various qualitative methods, the study performs an in-depth analysis of stable relationships called namoro. The namoro relationships, where people preferably engage in non-protected sex (no condom use - "real sex" are exchanged by the declaration of love and the proposal for a serious commitment from the young man to the young woman. Therefore, there is a gift exchange system which, in this study, is analyzed under the theoretical framework of the gift of Marcel Mauss (1969. However, since a great part of the young people in this study practice serial monogamy and due to the existence of occasional partners with whom protected sex is not always practiced, there are potential risks to STIs and HIV/Aids infection. Thus, the exchange of sex for love is

  10. Vulnerabilidade Sócio Ambiental de Pescadores e Marisqueiras em S. Francisco do Conde/Ba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Almeida

    2016-12-01

    Full Text Available A partir da identificação dos determinantes socioambientais em saúde, este estudo tem como objetivo mapear aspectos relativos aos riscos e vulnerabilidade social e ambiental de um grupo de pescadores e marisqueiras no município de São Francisco do Conde, região metropolitana de Salvador, Ba. Com o propósito de colaborar na formulação de políticas públicas voltadas a promoção da qualidade de vida das marisqueiras e pescadores artesanais, tomou-se como base 2 diagnósticos complementares: o ambiental e sócio demográfico. Foi verificado a qualidade microbiológica das águas, presença de metais pesados nos sedimentos, mariscos e peixes; contaminantes microbiológicos do esgoto doméstico e 6 metais pesados mais comuns nos efluentes industriais. O diagnóstico sócio demográfico levantou as condições de trabalho e habitação além de aspectos relativos à saúde. Aliados à observação de campo e estudos similares, constatou-se que o oficio da pesca e coleta de mariscos, vem sofrendo declínio enquanto atividade ligada a tradição, despertando pouco interesse das gerações mais jovens, além das características artesanais que restringem sua inserção no modo de produção capitalista. Resultados indicam comprometimento do ecossistema costeiro, o manguezal, pela contaminação por metais pesados e coliformes fecais que potencializam os agravos de ordem ocupacional, decorrentes da ergonomia e exposição à contaminação. Refere-se ainda as condições de habitabilidade destes sujeitos e sua condição de invisibilidade que recorrentemente fortalece e amplia o grau de vulnerabilidade social e ambiental. Assim, as raízes negras do município, manifestadas na composição da população, encontra-se ameaçada face a vulnerabilidade social das comunidades, grupos remanescentes e seus descendentes.

  11. Abordagem psicossocial e saúde de mulheres negras: vulnerabilidades, direitos e resiliência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clélia R. S. Prestes

    Full Text Available Resumo Este artigo apresenta uma revisão crítica de teorias, técnicas e práticas que visam a potencialização da saúde de mulheres negras com foco em concepções sobre resiliência. Além da literatura acadêmica, em especial da psicologia, o texto mobiliza diferentes fontes sobre relações raciais, inclusive a produção do movimento social. Mulheres negras estão expostas à privação de direitos humanos, à ineficiência dos programas de governo na garantia do direito à educação e à saúde integral, entre outros. Estão também expostas à incidência frequente do racismo e do sexismo, que se traduzem em prejuízos à sua saúde. A concepção processual de resiliência adotada neste artigo, que resulta tanto da reflexão crítica sobre a literatura como de resultados de pesquisa apresentados, fortalece a adoção de uma perspectiva psicossocial, resultante da análise das vulnerabilidades integrada ao quadro dos direitos humanos. Conclui-se pela produtividade de iniciativas que incluam a sabedoria prática das mulheres negras e a valorização de experiências coletivas e transgeracionais que as apoiam para superar os contextos de alta vulnerabilidade a que estão expostas, estimulando a potencialização de processos de resiliência. Nessa perspectiva será necessário considerar não apenas o acolhimento das mulheres negras, mas também suas experiências e instâncias de pertencimento, suas trajetórias, suas redes, comunidades e territórios.

  12. Being an HIV-positive mother: meanings for HIV-positive women and for professional nursing staff Ser-madre HIV-positivo: significados para las mujeres HIV-positivo y para la enfermería Ser-mãe HIV-positivo: significados para mulheres HIV-positivo e para a enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marisa Monticelli

    2007-09-01

    " con la experiencia de ser madre. CONCLUSIÓN: los significados atribuidos por las mujeres VIH positivo, al ser aproximados a las percepciones de las trabajadoras de enfermería, se revelan fuertemente impregnados de prejuicios, estigma social y vulnerabilidad simbólica.OBJETIVO: Compreender os significados de ser-mãe HIV positivo para mulheres HIV positivo e para trabalhadoras de enfermagem de unidades de alojamento conjunto e identificar as similaridades e contrastes presentes nesses significados. MÉTODOS: Estudo descritivo e comparado, que utilizou dados de duas investigações anteriores, desenvolvidas em unidades de alojamento conjunto de maternidades públicas da Grande Florianópolis, SC, coletados por meio de observações participantes e entrevistas. RESULTADOS: Para as mulheres HIV positivo, essas mulheres são "mãezonas" e para as trabalhadoras de enfermagem, essas mulheres são "resistentes". Isto evidencia certas representações relativas ao papel materno, como sendo absolutamente incompatíveis com a condição de portadoras do vírus. Para a enfermagem, o fato de a puérpera ser HIV positivo não "combina" com a experiência de ser mãe. CONCLUSÃO: Os significados atribuídos pelas mulheres HIV positivo, ao serem aproximados das percepções das trabalhadoras de enfermagem, revelam-se fortemente impregnados de preconceito, estigma social e vulnerabilidade simbólica.

  13. Conhecimentos e atitudes de adolescentes de uma escola pública sobre a transmissão sexual do HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Clara Patriota Chaves

    2014-01-01

    Full Text Available Os objetivos da pesquisa foram descrever conhecimentos sobre a transmissão do HIV/AIDS e analisar o comportamento sexual e atitudes frente ao uso do preservativo entre adolescentes. Pesquisa exploratória realizada, em 2009, com 234 adolescentes de uma escola em Fortaleza-CE. Utilizou-se questionário semiestruturado e escala de Likert. Os resultados mostraram que 46,6% da amostra já haviam iniciado a vida sexual; 40,7% e 29,5% não usaram preservativo na primeira nem na última relação sexual respectivamente, em decorrência de diversos motivos como não ter o preservativo no momento (27,3%; uso de pílula anticoncepcional (15,2% e confiança no(a parceiro(a (15,2%. Os adolescentes apresentaram dúvidas sobre a transmissão do HIV. As mulheres se mostraram mais favoráveis ao uso do preservativo do que os homens. Conclui-se que o início da vida sexual precoce, as dúvidas sobre a transmissão do HIV e a não utilização efetiva do preservativo são alguns dos fatores que compõem a vulnerabilidade dos jovens.

  14. Parâmetros bioquímicos e cinética de lactato sanguíneo de sujeitos HIV+ submetidos ao treinamento físico combinado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joice Cristina dos Santos TROMBETA

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi verificar a cinética de lactato sanguíneo (CLS e a sua resposta ao treinamento físico combinado (TFC bem como avaliar os efeitos sobre os aspectos bioquímicos, imunológicos, cardiorrespiratório e composição corporal de pessoas vivendo com HIV/AIDS. Doze voluntários HIV+ realizaram o TFC, por um período de 16 semanas, e foram submetidos às avaliações nos momentos pré, oito e 16 semanas de TFC. Ao final, houve um aumento das células TCD4+ e manutenção da carga viral, aumento do consumo máximo de oxigênio e da força muscular e, ainda, aumento do HDL-c e diminuição dos triglicerídeos e glicemia de jejum. Ainda, ocorreu aumento da CLS após o período de treinamento. Concluímos que o TFC influenciou positivamente os parâmetros imunológicos, bioquímicos, cardiorrespiratório e muscular, no entanto, a questão relacionada à CLS necessita de estudos futuros para maiores esclarecimentos.

  15. VULNERABILIDAD PARA LA EXPLOTACIÓN SEXUAL EN ADOLESCENTES DE EXTREMA POBREZA DE PUNCHANA, LORETO, 2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Pérez Dávila

    2012-06-01

    Full Text Available La presente investigación, tiene como objetivo identificar el nivel de vulnerabilidad para la explotación sexual en adolescentes de la Institución Educativa Santa María del Amazonas – Distrito de Punchana 2011. Este estudio tiene un diseño transversal y la metodología aplicada fue la observación directa, mediante la aplicación de encuestas validadas. De los 94 adolescentes encuestados, se determinó que, un total de 6.4% de adolescentes presentan vulnerabilidad alta, 45.7% vulnerabilidad media y 47.9% vulnerabilidad baja. Por otro lado, en cuanto al nivel de vulnerabilidad según edad, se detectó que esta fluctúa entre las edades de 15 a 16 años; en lo que se refiere a sexo, el nivel de vulnerabilidad fue alto tanto en hombres y mujeres (50%.

  16. "Meninas": vidas em devir nos circuitos de vulnerabilidade social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Cordeiro

    2008-06-01

    Full Text Available Neste artigo pretendemos discutir, a partir do filme Meninas, de Sandra Werneck, as trajetórias de vida e de trabalho de jovens pobres no Rio de Janeiro, nos circuitos de vulnerabilidade social. As aproximações do olhar cinematográfico vão expressar um "tempo comum", presente no referido documentário, que se materializa em nossas pesquisas: gravidez precoce, violência, desemprego, baixa escolaridade, pouca qualificação e inserção no tráfico de drogas, por exemplo. Nesses circuitos de vulnerabilidade, perguntamos como é possível ampliar a potência de vida dos jovens, que não perdem a possibilidade de escrever sua própria história. É nessa direção que caminha o presente estudo.

  17. Vulnerabilidad a la pobreza: aplicaciones para América Latina

    OpenAIRE

    2013-01-01

    Se realiza una revisión crítica de más de 20 años de literatura sobre vulnerabilidad a la pobreza. Se realiza una clasificación de los criterios de identificación de la vulnerabilidad a la pobreza en dos grupos: los que enfatizan en el elemento de riesgo y los que enfatizan en el elemento de pobreza esperada. Se propone un criterio de identificación de la vulnerabilidad a la pobreza fundado sobre un modelo de media-riesgo. Se propone además un nuevo indicador para medir la vulnerabilidad a la...

  18. RELAÇÕES ENTRE FRAGILIDADE AMBIENTAL E VULNERABILIDADE SOCIAL NA SUSCEPTIBILIDADE AOS RISCOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jader de Oliveira Santos

    2015-01-01

    Full Text Available With global environmental crisis, the intensification of inadequate occupation of the most fragile environments, the precariousness of socioeconomic conditions of vulnerable social groups and the perception of occurrence intensification of natural disasters pointed out questions related to vulnerabilities and risks in our contemporary society. The growing of crises, in association with the number of victims and damages, has generated the need to comprehend the conditions to the emergence of crisis and to the identification of territories most vulnerable to risks. The objective of this manuscript is demonstrate how the environmental fragility and social vulnerability are combined on susceptibility to risks. It aims to show the efficiency of the investigative approaches through procedures and techniques applied to definition of susceptibility to risks in urban environments. Results pointed out that through the comprehension of relations between environmental fragility and social vulnerability if possible to identify the most vulnerable territories to risk.

  19. Resultado do teste rápido anti-HIV após o parto: uma ameaça à amamentação ao nascimento Resultado de la prueba rápida anti-HIV posterior al parto: una amenaza al amamantamiento en el nacimiento Delivering rapid HIV tests results after delivery: a threat to breastfeeding at birth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Inês Couto de Oliveira

    2010-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados à não-amamentação na primeira hora de vida, sobretudo a influência do momento do resultado do teste rápido anti-HIV. MÉTODOS: Estudo de coorte, sendo o ponto inicial a submissão ao teste rápido e o final a primeira mamada do bebê. A população estudada incluiu 944 parturientes submetidas ao teste rápido anti-HIV, com resultado negativo, em 2006, nos cinco hospitais amigos da criança do Sistema de Gestação de Alto Risco no município do Rio de Janeiro, RJ. Entrevistadoras treinadas obtiveram dados do laboratório e do prontuário e no pós-parto aplicaram questionário para entrevista às mães. O modelo multinível foi adotado para analisar a influência de características sociodemográficas, de assistência pré-natal e ao parto sobre a não-amamentação na primeira hora de vida. RESULTADOS: Dentre as participantes, apenas 15,6% receberam seu resultado antes do parto, 30,8% depois do parto e 53,6% ainda desconheciam o resultado ao ser entrevistada. A prevalência de não-amamentação na primeira hora de vida foi de 52,5% (IC 95%: 49,3;55,8. Após ajuste, o recebimento do resultado do teste rápido após o parto dobrou o risco da não-amamentação na primeira hora de vida (RR=2,06; IC 95%: 1,55;2,75. Outros fatores de risco foram: cor não branca, renda materna de um salário mínimo ou menos, parto cesáreo, mãe não querer amamentar o bebê ao nascimento e mãe referir que a equipe hospitalar não a escutava. O desconhecimento da realização do teste rápido anti-HIV pela mãe se mostrou como fator de proteção. CONCLUSÕES: O principal fator de risco para a não-amamentação na primeira hora de vida foi o recebimento do resultado do teste rápido após o parto. O teste anti-HIV deve ser amplamente disponibilizado no pré-natal e o teste rápido deve ser realizado sob indicação, na admissão, com busca ativa e pronta comunicação do resultado à mulher.OBJETIVO: Analizar factores

  20. Vulnerabilidad social y embarazo adolescente en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudio Stern

    2004-01-01

    Full Text Available El artículo explora el papel que juega la vulnerabilidad social en el hecho de que haya una mayor propensión a que ocurran embarazos en la adolescencia en ciertos contextos. Para ilustrarlo se analiza un conjunto de historias de vida de jóvenes pertenecientes a diversos contextos socioculturales. Se muestra cómo ciertos elementos como la permanencia en la escuela, el acceso a la información y educación sexual, las oportunidades y aspiraciones de vida y la existencia de redes familiares y sociales de apoyo de las jóvenes, pueden influir en la frecuencia de los embarazos durante la adolescencia. Se denomina vulnerabilidad social al conjunto de dichos elementos y se propone hacer análisis cuantitativos ulteriores, con base en las encuestas sociodemográficas y de salud con las que se cuenta para poner a prueba la hipótesis de la relación entre vulnerabilidad social y embarazo adolescente.

  1. A vulnerabilidade e a mente : conflitos simbólicos entre o diagnóstico institucional e a perspectiva de jovens em cumprimento de medida socioeducativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Artur Malvasi

    2014-03-01

    Full Text Available Nas últimas duas décadas a utilização do termo vulnerabilidade foi expandida para diferentes campos de conhecimento e de intervenção. Neste artigo analisamos o uso da noção de vulnerabilidade no âmbito do sistema socioeducativo como um componente das relações de poder entre instituições de execução de medidas socioeducativas e jovens atendidos. Baseado em pesquisa etnográfica realizada na Região Metropolitana de São Paulo em 2009, 2010 e 2011, com a participação de 14 adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas, o texto analisa o conflito entre o relatório psicológico de um jovem e sua própria interpretação ao falar sobre os mesmos aspectos de sua vida. Discute também como o jovem, intrincado diferentemente por códigos distintos, enseja em sua própria existência conflitos simbólicos que têm escapado às práticas do sistema socioeducativo. O encontro da ideia de vulnerabilidade no relatório psicológico com a perspectiva da mente como atributo de um jovem configura-se um campo de disputas simbólicas entre visões da capacidade de autorregulação do indivíduo.

  2. Adesão ao tratamento por indivíduos com a co-infecção HIV/tuberculose: revisão integrativa da literatura Adhesión al tratamiento de individuos con la co-infección de HIV/tuberculosis: revisión integradora de la literatura Compliance with the treatment by patients with the co-infection HIV/tuberculosis: integrative literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lis Aparecida de Souza Neves

    2010-12-01

    Full Text Available Trata-se de revisão integrativa cujo objetivo foi avaliar as evidências disponíveis na literatura sobre os fatores associados à adesão ao tratamento por pacientes com a co-infecção HIV/TB. Foram levantados artigos publicados no período de 2002 a 2008, nas bases de dados LILACS e MEDLINE. O material foi categorizado de acordo com ano de publicação, periódico, local do estudo e fatores relacionados à adesão. A amostra final foi composta por oito artigos. Os fatores encontrados, associados à adesão ao tratamento da co-infecção HIV/TB, relacionam-se: ao indivíduo e ao estilo de vida (tratamento prévio de TB, receio de estigma e discriminação, uso de substâncias químicas, depressão, suporte social, à doença e aos medicamentos (tipo de regime medicamentoso, uso de outros medicamentos, efeitos colaterais, dificuldade de diagnóstico de TB nestes pacientes, e aos serviços de saúde (problemas operacionais para acompanhar o tratamento, treinamento dos profissionais, supervisão, locais distintos para atendimento de TB e de HIV.Se trata de una revisión integradora cuyo objetivo fue evaluar las evidencias disponibles en la literatura sobre los factores asociados a la adhesión al tratamiento de pacientes con la coinfección HIV/TB. Fueron recopilados artículos publicados en el período de 2002 a 2008, en las bases de datos LILACS y MEDLINE, se categorizaron de acuerdo con el año de publicación, periódico, local del estudio y factores relacionados con la adhesión. La muestra final se compuso de ocho artículos. Los factores asociados con la adhesión al tratamiento de la coinfección HIV/TB encontrados fueron: relacionados al individuo y el estilo de vida (tratamiento previo de TB, recelo a estigma y discriminación, uso de sustancias químicas, depresión, soporte social; a la enfermedad y a los medicamentos (tipo de régimen medicamentoso, uso de otros medicamentos, efectos colaterales, dificultad de diagnóstico en estos

  3. Interseccionalidade de gênero, classe e raça e vulnerabilidade de adolescentes negras às DST/aids Intersectionality of gender, class and race, and vulnerability of black female adolescents to STD/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stella R. Taquette

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a vulnerabilidade ao HIV/aids de adolescentes femininas moradoras de favelas da cidade do Rio de Janeiro. MÉTODO: foi utilizada uma combinação de métodos, quantitativo e qualitativo. Na etapa quantitativa, realizou-se um estudo observacional de corte transversal por meio de entrevistas e exames clínico/laboratoriais para diagnóstico de DST, e, na qualitativa, desenvolveram-se grupos focais sobre os temas sexualidade, gênero e raça. RESULTADOS: foram entrevistadas 816 adolescentes de 10 diferentes comunidades, com um grupo focal em cada favela: 74% eram negras, 39% eram sexualmente ativas e destas 24,4% eram portadoras de DST. Houve uma relação estatisticamente significativa entre a variável raça/cor negra e a atividade sexual. Na fase qualitativa, evidenciou-se que a discriminação racial sofrida é cotidiana e contribui para a construção de autoimagem negativa que aliada a pobreza, violência de gênero e dificuldade de acesso aos serviços de saúde ampliam a vulnerabilidade às DST/aids. CONCLUSÃO: o estudo sugere a criação de políticas que proporcionem o aumento da oferta de serviços de atendimento ginecológico a esse público, com ações que favoreçam a utilização de preservativo feminino e contribuam para reduzir a desigualdade social, de gênero e de raça.OBJECTIVE: To verify the vulnerability to HIV/AIDS of female adolescents that live in poor communities of the city of Rio de Janeiro. METHODS: It was carried out with quantitative and qualitative analyses. The quantitative phase was a cross-sectional study, through interviews of 816 adolescents and clinical/laboratory tests in ten different slums, and the qualitative phase was done on one focus group about sexuality of gender and race in each community. RESULTS: 74% of the adolescents were black, 39% had sexual activity and 24.4% of those had STD. A statistical significant association occurred between the black color/race and sexual activity

  4. ABORDAGEM GEOAMBIENTAL APLICADA À ANÁLISE DA VULNERABILIDADE E DOS RISCOS EM AMBIENTES URBANOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jader de Oliveira Santos

    2014-08-01

    Full Text Available A sociedade, ao apropriar-se do território e dos recursos naturais, promove significativas modificações nas paisagens, desencadeando uma série de problemas socioambientais. Nas áreas urbanas essas consequências são mais evidentes, em virtude, principalmente, da ocupação desordenada dos ambientes mais vulneráveis, que gera impactos e riscos emergentes. A pretensão deste texto é apresentar a análise geoambiental como instrumento de investigação da vulnerabilidade e dos riscos ambientais em sistemas marcados pela urbanização. Para tanto, utiliza-se como estudo de caso a bacia hidrográfica do rio Cocó, localizada na Região Metropolitana de Fortaleza (CE. Os resultados obtidos mostram a eficácia da aplicação desse tipo de abordagem para a compreensão da distribuição espacial dos riscos e identificação de territórios mais susceptíveis a esses problemas.

  5. Discriminação racial e vulnerabilidade às DST/Aids: um estudo com adolescentes negras Racial discrimination and vulnerability to STD/AIDS: a study of black teenage girls in Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stella R. Taquette

    2013-01-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivo verificar a discriminação racial vivenciada por adolescentes negras moradoras em favelas da cidade do Rio de Janeiro e sua possível influência no processo de vulnerabilização ao HIV/Aids. Utilizou-se uma combinação de métodos, quantitativo e qualitativo. Este artigo se refere a um recorte da etapa qualitativa desenvolvida por meio de dez grupos focais com a participação de 139 adolescentes. Seguiu-se um roteiro para o debate contendo dois grupos temáticos: sexualidade/DST/Aids/gênero e raça/cor/discriminação. Os relatos foram gravados e o material transcrito organizado conforme os temas tratados e analisados criticamente por equipe multidisciplinar. Os dados coletados foram classificados em categorias específicas articuladas aos pressupostos teóricos, a fim de responder às questões formuladas, tendo por base os objetivos da pesquisa. Os resultados revelaram que as adolescentes negras sofrem discriminação racial no seu cotidiano, que é manifestada nas expressões de suas falas, referindo-se ao aspecto físico, ao caráter e à capacidade intelectual. Tais condutas discriminatórias dificultam o acesso aos serviços de saúde e induzem um atendimento de baixa qualidade. Concluiu-se que a discriminação racial vivida por estas adolescentes negras, na cidade do Rio de Janeiro, influencia o desenvolvimento da autoestima e contribui para a construção de uma identidade negativa que, aliada ao racismo e à pobreza, se configura num contexto de vulnerabilidade às DST/Aids. Sugere-se que estes dados sejam levados em consideração na elaboração de políticas públicas para que ofereçam atenção diferenciada àqueles que estão inseridos de forma desigual na sociedade.This study aimed to verify the racial discrimination experienced by black teenage girls living in shantytowns in Rio de Janeiro city and its possible influence on their vulnerability to HIV/AIDS. We used a combination of quantitative

  6. Vulnerabilidad social y embarazo adolescente en México

    OpenAIRE

    Claudio Stern

    2004-01-01

    El artículo explora el papel que juega la vulnerabilidad social en el hecho de que haya una mayor propensión a que ocurran embarazos en la adolescencia en ciertos contextos. Para ilustrarlo se analiza un conjunto de historias de vida de jóvenes pertenecientes a diversos contextos socioculturales. Se muestra cómo ciertos elementos como la permanencia en la escuela, el acceso a la información y educación sexual, las oportunidades y aspiraciones de vida y la existencia de redes familiares y soci...

  7. Perfil sexual de mulheres esterilizadas: comportamentos e vulnerabilidades

    OpenAIRE

    Ana Izabel Oliveira Nicolau; Maria Leonor Costa de Moraes; Diego Jorge Maia Lima; Samila Gomes Ribeiro; Priscila de Souza Aquino; Ana Karina Bezerra Pinheiro

    2011-01-01

    Teniendo en cuenta las peculiaridades y riesgos presentes en la vida sexual de mujeres esterilizadas registradas en la literatura, se planteó caracterizar el comportamiento sexual de esterilizadas e investigar la presencia de asociación entre variables sociales, demográficas y sexuales, 'visando identificar posibles vulnerabilidades. Estudio retrospectivo, documental, cuantitativo, realizado en el Centro de Parto Natural Líg¡a Barros Costa, en Fortaleza (CE), en julio/Züüd. Se investigó el hi...

  8. Vulnerabilidad social y embarazo adolescente en México

    OpenAIRE

    Claudio Stern

    2004-01-01

    El artículo explora el papel que juega la vulnerabilidad social en el hecho de que haya una mayor propensión a que ocurran embarazos en la adolescencia en ciertos contextos. Para ilustrarlo se analiza un conjunto de historias de vida de jóvenes pertenecientes a diversos contextos socioculturales. Se muestra cómo ciertos elementos como la permanencia en la escuela, el acceso a la información y educación sexual, las oportunidades y aspiraciones de vida y la exis...

  9. Vulnerabilidad del sector externo de México

    OpenAIRE

    2013-01-01

    En la primera década de este siglo, el sector externo y, en particular, el comercio exterior han tenido un auge significativo en las relacio- nes económicas internacionales. México no escapa a esta evolución de la globalización. El presente trabajo lleva a cabo un análisis de las diversas vulnerabilidades del sector externo mexicano. Entre las limitaciones se examinan: la concentración de las exportaciones en Estados Unidos, la pérdida de competitividad de las ventas con el exterior, los efec...

  10. Reflexiones sobre la violencia y vulnerabilidad en México

    OpenAIRE

    Miguel Ángel Vite Pérez

    2014-01-01

    El propósito de este artículo es plantear una explicación sociológica de la violencia ejer - cida por el Estado mexicano en su combate contra la llamada delincuencia organizada . Se observa que la violencia estatal puede considerarse un modo de introducción de nuevas reglas, cuyo objetivo es el no reconocimiento de las prácticas informales de ciertos grupos organizados con poder. Se estudia como el orden estatal se impone en un contexto de vulnerabilidad social, y que la seguridad pública bas...

  11. Risk factors of HIV-related oral lesions in adults Factores de riesgo de lesiones bucales asociadas al VIH en adultos Fatores de risco de lesões bucais associadas ao HIV em adultos

    National Research Council Canada - National Science Library

    Maria Noel Marzano Rodrigues Petruzzi; Karen Cherubini; Fernanda Gonçalves Salum; Maria Antonia Zancanaro De Figueiredo

    2013-01-01

    .... Using a standardized form, socio-demographic and clinical data were recorded. Exclusively and definitively diagnosed oral pathologies were included and classified according to ECC criteria on Oral Problems Related to HIV Infection...

  12. Vulnerabilidade do lugar vs. vulnerabilidade sociodemográfica: implicações metodológicas de uma velha questão Vulnerabilidad del lugar vs. vulnerabilidad sociodemográfica: implicaciones metodológicas de una vieja cuestión Place vulnerability vs. sociodemographic vulnerability: methodological implications of a very old issue

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Marandola Jr.

    2009-12-01

    Full Text Available A pergunta "vulnerabilidade a que?" é primária nos estudos sobre riscos e perigos. Nos estudos populacionais, essa pergunta se direciona a grupos demográficos que estão sujeitos a determinados perigos, que podem estar relacionados às características da dinâmica demográfica ou à sua situação socioeconômica, ligadas ao ciclo vital, à estrutura familiar ou às características migratórias do grupo. O campo de população e ambiente acrescentou a dimensão espacial à problemática, considerando a posição e a situação (relacionais e relativas componentes dos elementos que produzem perigos ou que fornecem condições de enfrentá-los. Notam-se, de um lado, a influência de uma abordagem ecológica, que entende o meio como um conjunto físico-social que influencia e é influenciado pela população, e, de outro, a presença de postulados materialistas, que concebe a relação sociedade-natureza como um devir histórico-social que se pauta pela produção contraditória e desigual do espaço e da sociedade. Em ambientes fortemente modificados pelo homem, como as grandes cidades, a matriz causal de riscos e de elementos que podem interferir na vulnerabilidade é consideravelmente maior, tornando difícil apreender relações de causalidade entre determinados perigos e certas características do grupo demográfico. Em vista disso, olhar para os perigos e para a vulnerabilidade do lugar é uma estratégia que permite, em microescala, captar os elementos que interferem na produção, aceitação e mitigação dos riscos. A dimensão ecológica é re-significada ao incorporar a dimensão existencial e fenomênica do lugar, entendendo os grupos demográficos em sua relação de envolvimento e pertencimento ao seu espaço vivido. A partir de uma série de trabalhos empíricos desenvolvidos nos últimos anos, este artigo reflete sobre as possibilidades dessa perspectiva teórico-metodológica, que utiliza uma prática qualitativa de campo e

  13. Vulnerabilidade da família: desenvolvimento do conceito Vulnerabilidad de la familia: desarrollo del concepto Family vulnerability: concept development

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Myriam Aparecida Mandetta Pettengill

    2005-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi desenvolver o conceito vulnerabilidade da família. Os dados foram coletados utilizando-se a estratégia da Análise Qualitativa de Conceito que consta de duas etapas: na primeira, a fase teórica, utilizou-se dados da literatura e, na segunda, a fase de campo, entrevista e observação de 12 famílias vivenciando uma experiência de doença e hospitalização de um filho. O referencial teórico foi o Interacionismo Simbólico, dando sustentação à Teoria Fundamentada nos Dados, utilizada para guiar a coleta e análise dos dados na etapa de campo. Como resultado, construiu-se um modelo teórico cuja categoria central define a vulnerabilidade da família como SENTINDO-SE AMEAÇADA EM SUA AUTONOMIA, em razão das interações com a doença, família e equipe. A comparação das duas análises permitiu elaborar uma proposição teórica de vulnerabilidade da família e avançar em termos de conhecimento teórico para a área de enfermagem da família.Este estudio buscó desarrollar el concepto vulnerabilidad de la familia, utilizando la estrategia del Análisis Cualitativo de Concepto, que consta de dos etapas: en la primera, la fase teórica, los datos fueron recolectados con base en la literatura, y, en la segunda, la fase de campo, se utilizaron observaciones y entrevistas con 12 familias que vivencian una experiencia de enfermedad y hospitalización de un hijo. El Interaccionismo Simbólico fue el eje teórico que orientó los procesos de indagación, dando sustento a la Teoría Fundamentada en los Datos, que fue utilizada para guiar la recolección y análisis de los datos en esta etapa. Como resultado, se construyó un modelo teórico cuya categoría central define la vulnerabilidad de la familia como SINTIÉNDOSE AMENAZADA EN SU AUTONOMÍA, en razón de las interacciones con la enfermedad, familia y equipo. La comparación de los dos análisis permitió la elaboración de una propuesta teórica de vulnerabilidad

  14. Declaração de Helsinki: relativismo e vulnerabilidade The Helsinki Declaration: relativism and vulnerability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Debora Diniz

    2001-06-01

    Full Text Available A Declaração de Helsinki representou um marco fundamental para a pesquisa clínica envolvendo seres humanos. Desde a promulgação da Declaração, uma série de revisões e modificações foram feitas ao texto original, mas nenhuma delas modificou seu espírito humanista ou diminuiu sua força como instância reguladora da pesquisa clínica. Nos últimos quatro anos, no entanto, vem sendo debatida uma proposta de modificação dos princípios éticos da Declaração. No caso desta proposta ser aprovada, a pesquisa clínica internacional com seres humanos será radicalmente modificada, aumentando a vulnerabilidade de certos grupos sociais. Neste artigo, apresentamos o processo histórico de promulgação da Declaração de Helsinki e os mais recentes debates em torno da proposta de modificação. Trata-se de uma análise das implicações do novo texto para os países subdesenvolvidos e da defesa da necessidade de uma consideração política do conceito de vulnerabilidade.The Helsinki Declaration is a crucial ethical landmark for clinical research involving human beings. Since the Declaration was issued, a series of revisions and modifications have been introduced into the original text, but they have not altered its humanist approach or its international force for regulating clinical research. A proposal for an extensive revision of the Declaration's underlying ethical principles has been debated for the past four years. If the proposal is approved, international clinical research involving human beings will be modified, further increasing the vulnerability of certain social groups. This article discusses the historical process involved in passing the Helsinki Declaration and the most recent debate on the new draft. The article analyzes the new text's social implications for underdeveloped countries, arguing for a political approach to the vulnerability concept.

  15. As vulnerabilidades na infância e adolescência e as políticas públicas brasileiras de intervenção

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franciele Fagundes Fonseca

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar e discutir as vulnerabilidades na infância e na adolescência, bem como as políticas públicas brasileiras de intervenção. FONTES DE DADOS: Realizou-se uma revisão narrativa, entre 1990 e 2012, em periódicos dos bancos de dados contidos na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS. Aplicou-se a combinação dos seguintes descritores: "Saúde do Adolescente", "Saúde da Criança", "Políticas Públicas de Saúde" e "Vulnerabilidade". Além disso, documentos oficiais do Estado Brasileiro, Estatuto da Criança e do Adolescente, Criação dos Conselhos Tutelares, Programa Bolsa Família e o Programa Saúde na Escola foram avaliados. SÍNTESE DOS DADOS: Os resultados foram apresentados em cinco categorias de análise: As Vulnerabilidades das Crianças e Adolescentes no Brasil, Políticas Públicas de Intervenção aos Fatores de Risco na Infância e Adolescência, Estatuto da Criança e do Adolescente e o Conselho Tutelar, Programa Bolsa Família e Programa Saúde na Escola. As publicações revelaram que as crianças e adolescentes são vulneráveis às situações ambientais e sociais. As vulnerabilidades manifestam-se em violência cotidiana, no contexto familiar e escolar, obrigando crianças e adolescentes a se inserirem precocemente no mercado de trabalho e/ou no tráfico de drogas. Para o enfrentamento desses problemas, o Governo instituiu o Estatuto da Criança e do Adolescente, além de programas sociais. CONCLUSÕES: A literatura expõe os riscos vivenciados pelas crianças e adolescentes no Brasil. Em contrapartida, identificou-se o esforço do Governo para eliminar ou minimizar o sofrimento daqueles em situação de vulnerabilidade, por meio de políticas públicas direcionadas a esse contingente populacional.

  16. Atenção farmacêutica aos pacientes pediátricos portadores de infecção pelo HIV e seus cuidadores

    OpenAIRE

    2004-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Farmácia. Introdução: A síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids), tem sido alvo de muitos estudos científicos em todo o mundo. Em decorrência disto, têm sido desenvolvidos medicamentos que possibilitaram a melhora da qualidade de vida dos portadores do HIV

  17. Adesão ao pré-natal de mulheres HIV+ que não fizeram profilaxia da transmissão vertical: um estudo sócio-comportamental e de acesso ao sistema de saúde Adherence to prenatal care by HIV-positive women who failed to receive prophylaxis for mother-to-child transmission: social and behavioral factors and healthcare access issues

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana de Queiroz Rocha Darmont

    2010-09-01

    Full Text Available Objetivamos compreender os fatores sócio-comportamentais e do Sistema Único de Saúde (SUS que, na visão de mulheres identificadas como HIV+ por teste rápido no parto, dificultaram ou impediram a adesão ao pré-natal. Foram incluídas 40 mulheres, das quais apenas oito tinham tido seis consultas ou mais. Foi utilizada a abordagem qualitativa, com entrevistas semi-estruturadas. Os dados foram analisados seguindo os preceitos da análise temática. Os resultados foram agrupados em dois blocos: os que dificultaram a adesão ao pré-natal: não aceitação da gestação, falta de apoio familiar, conhecimento prévio da soropositividade, contexto social adverso, experiências negativas de atendimento e práticas e concepções de descrédito em relação ao pré-natal, e os que favoreceram a adesão: apoio familiar, discurso de valorização do cuidado com a saúde, desejo de laqueadura tubária, acolhimento pela equipe de saúde e experiências positivas de assistência. Uma compreensão melhor do contexto sociocultural deveria permitir a construção de estratégias capazes de resgatar essas mulheres para um sistema de saúde mais acolhedor.This study aimed to elucidate the social and behavioral factors and public health system characteristics that influenced pregnant women's adherence to prenatal care. Forty women diagnosed as HIV-positive by rapid test at delivery were included. Socioeconomic data were collected and a semi-structured interview was conducted. Eight women had > 6 prenatal visits and 12 had no visits. Interviews were submitted to qualitative content analysis. The themes fit into two blocks: those seen as hindering adherence, like unwanted pregnancy, lack of family support, prior knowledge of serological status, adverse social context, negative experiences with prenatal care, and disbelief towards prenatal care, and those facilitating adherence, like family support, valuing healthcare, wanting a tubal ligation, receptiveness by

  18. Significados e práticas associados ao risco de contrair HIV nos roteiros sexuais de mulheres de um bairro popular de Salvador, Bahia, Brasil Meanings and practices related to HIV risk according to the sexual scripts of women from a low-income neighborhood in Salvador, Bahia State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane de Oliveira Santos

    2007-12-01

    Full Text Available Um crescente número de estudos tem conectado sexualidade, gênero e poder para discutir a crescente disseminação do HIV entre mulheres. Apesar dos esforços realizados, ainda são significativos os desafios teóricos e programáticos que a epidemia impõe. O objetivo deste trabalho é investigar como códigos culturais que sancionam a experiência sexual se manifestam na subjetividade de mulheres e orientam suas interpretações e práticas relativas ao risco de infecção pelo HIV. A partir de uma amostra de 15 mulheres com idades entre 18 e 30 anos, com quem foram realizadas entrevistas em profundidade, foram reconstituídas três histórias de vida, que focalizavam seus roteiros sexuais. Os dados foram organizados pelo programa Nud-Ist e submetidos à análise de base hermenêutica. É possível notar que os significados e práticas associados ao risco de contrair o HIV variam a depender do momento de vida, da rede de sociabilidade e do tipo de vínculo que é estabelecido com o parceiro. Os achados apontam para a necessidade de compreender os significados sexuais partilhados em contextos específicos, a fim de que se possa elaborar programas de prevenção culturalmente mais sensíveis.A growing number of studies have connected sexuality, gender, and power to discuss the increasing spread of HIV in women, but the epidemic still poses significant theoretical and programmatic challenges. The current study focuses on how cultural codes underlying sexual experience are manifested in women's subjectivity and orient their interpretations and practices related to the risk of HIV infection. In-depth interviews with 15 women ranging from 18 to 30 years of age led to the reconstitution of three life histories, focusing on their sexual scripts The data were organized using the Nud-Ist software and submitted to hermeneutic analysis. The meanings and practices associated with HIV risk vary according to the moment in life, the sociability network, and

  19. Vulnerabilidade na adolescência: a experiência e expressão do adolescente Vulnerabilidad en la adolescencia: la experiencia y expresión del adolescente Vulnerability in adolescence: the experience and expression of the adolescent

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Barbosa de Jesus

    2011-06-01

    Full Text Available Estudo transversal, quantitativo, cujo objetivo foi identificar situações de vulnerabilidade vivenciadas pelos adolescentes do ensino médio da rede pública de Cuiabá, Mato Grosso, no segundo semestre de 2009. Utilizou-se questionário fechado. Os resultados revelaram que 10,5% dos meninos e 5,8% das meninas já fizeram uso de drogas ilícitas, aos 15 anos, sendo a cocaína (28,9% e a maconha (15,7% as mais relatadas; 45,2% dos meninos e 52,4% das meninas consomem bebidas alcoólicas, sendo a cerveja a mais comum. Entre os que se declararam fumantes (16,0%, a maioria iniciou o consumo aos 15 anos. Houve relato de violência sexual, dos quais somente 33,3% dos meninos e 25,0% das meninas procuraram ajuda. Entre os que não procuraram ajuda, o motivo relatado foi medo e vergonha. Destaca-se a necessidade de serviços específicos para prevenção e tratamento de adolescentes em situações de vulnerabilidade, tendo em vista a ocorrência e consequências destes agravos.Este estudio transversal tuvo por objetivo identificar las situaciones de vulnerabilidad vivenciadas por adolescentes de la escuelas públicas de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. Los resultados revelan que el 10,5% de los varones y el 5,8% de las chicas ya han usado drogas ilícitas a los 15 años (40,0% de los varones y 27,7% de las chicas; 45,2% de los varones y 52,4% de las chicas consume bebidas alcohólicas. Entre los que declararon que fuman (16,0%, la mayoría se inició a los 15 años. Hubo relatos de violencia sexual por parte de un 3,0% de los varones y 1,2% de las chicas, de los cuales solamente el 33,3% de los varones y 25,0% de las chicas buscaron ayuda. Teniendo en vista la ocurrencia y consecuencias de los hechos constatados, se destaca la necesidad de servicios específicos para la prevención y tratamiento de adolescentes en situaciones de vulnerabilidad.This transversal study aims to identify vulnerability experienced by adolescents of public secondary schools in

  20. Vulnerabilidades urbanas en los países andinos. Introducción general

    OpenAIRE

    D’Ercole, Robert; Hardy, Sébastien; Metzger, Pascale; Robert, Jérémy

    2014-01-01

    1. Vulnerabilidades urbanas Este número temático del Bulletin de l’Institut Français d’Études Andines pretende ser una contribución al conocimiento de la vulnerabilidad urbana de tres países andinos: Bolivia, el Ecuador y el Perú. La vulnerabilidad urbana se entiende como la dificultad de las ciudades para anticipar y enfrentar fenómenos físicos o antrópicos (sismos, inundaciones, deslizamientos de tierra, incendios, explosiones o contaminaciones, etc.) capaces de causar daños, pero también p...

  1. Women´s vulnerability to violence and health damages under the perspective of rural social movements Vulnerabilidad de las mujeres a la violencia y daños de salud bajo la perspectiva de los movimientos sociales rurales Vulnerabilidade das mulheres à violência e danos à saúde na perspectiva dos movimentos sociais rurais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisiane Gomes Bonfim

    2013-07-01

    Full Text Available This text analyzes the situations of vulnerability to violence and damage to health from the perspective of women in rural settings. It appears that even with the participation in rural social movements and the struggle for better working conditions, women have greater social vulnerability in rural areas expressed by the inequality of access to state public services, as well as unequal access the labor market and land tenure, which is reflected in inequalities in health. It was observed that women were exposed to different vulnerabilities and to violence resulting in murder and other situations that affect the health and reflect inequalities of gender, race and class. It was evident that much stills needs to be modified so that the hierarchies of gender are reduced in Brazil. In this sense, it appears that both in the state, and in the Academy this is an issue that still needs to be contextualized and developed, aiming at the structuring of public policy.Este é um texto reflexivo que analisa as situações de vulnerabilidade à violência e danos à saúde na perspectiva de mulheres em cenários rurais. Constata-se que mesmo com a participação nos movimentos sociais rurais e na luta por melhores condições de trabalho, as mulheres apresentam maior vulnerabilidade social no meio rural, expressa pela desigualdade de acesso aos serviços estatais públicos, assim como a desigualdade de acesso ao mercado de trabalho e a posse da terra, que se reflete em desigualdades nas condições de saúde. Observou-se que as mulheres estiveram expostas a diferentes vulnerabilidades e à violência, resultando em assassinatos e em outras situações de comprometimento da saúde que refletem as iniqüidades de gênero, raça e classe. Evidenciou-se que muito necessita ser modificado para que as hierarquias de gênero sejam reduzidas no Brasil. Nesse sentido, constata-se que tanto no âmbito do Estado, quanto no âmbito da Academia essa é uma temática que

  2. A vulnerabilidade da adolescente às doenças sexualmente transmissíveis: contribuições para a prática da enfermagem La vulnerabilidad del adolescente a las enfermedades de transmisión sexual: contribuciones a la práctica de enfermería Contributions to the practice of nursing: the vulnerability of adolescents to sexually transmitted diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cláudia Mateus Barreto

    2009-12-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, cujo método empregado foi a História de Vida. Teve por objeto de estudo a vulnerabilidade da adolescente à doença sexualmente transmissível (DST. Os objetivos foram: identificar a condição de vulnerabilidade da adolescente em atendimento em maternidade pública no Rio de Janeiro; descrever as estratégias adotadas por adolescentes para prevenção das doenças sexualmente transmissíveis; analisar, a partir da história de vida de adolescentes, sua condição de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis. A partir da realização deste estudo, evidenciou-se que as adolescentes, ao conviverem em núcleos familiares não coesos, são menos resilientes e, consequentemente, mais vulneráveis a contrair uma DST. O estudo evidenciou a importância de os enfermeiros se apropriarem dos conceitos de vulnerabilidade e resiliência para se tornarem aptos a estimular e aumentar a autoestima das adolescentes, e diminuir a sua vulnerabilidade às DST.Se trata de una investigación de naturaleza cualitativa, cuyo método empleado fue los historias de Vida. Tuvo por objeto de estudio la vulnerabilidad del adolescente a las enfermedades sexualmente transmisibles (EST. Los objetivos fueron: identificar la condición de vulnerabilidad del adolescente que recibe atención en la maternidad pública en Río de Janeiro; describir las estrategias adoptadas por los adolescentes para la prevención de las enfermedades sexualmente transmisibles; analizar, a partir de la Historia de vida de adolescentes, su condición de vulnerabilidad a las enfermedades sexualmente transmisibles. A partir de la realización de este estudio, se evidenció que adolescentes al convivir en núcleos familiares sin cohesión, son menos resistentes, y consecuentemente, más vulnerables a contraer una enfermedad sexualmente transmisible. El estudio evidenció la importancia de que los enfermeros (as se apropien de los

  3. Reflexiones sobre la violencia y vulnerabilidad en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Ángel Vite Pérez

    2014-01-01

    Full Text Available El propósito de este artículo es plantear una explicación sociológica de la violencia ejer - cida por el Estado mexicano en su combate contra la llamada delincuencia organizada . Se observa que la violencia estatal puede considerarse un modo de introducción de nuevas reglas, cuyo objetivo es el no reconocimiento de las prácticas informales de ciertos grupos organizados con poder. Se estudia como el orden estatal se impone en un contexto de vulnerabilidad social, y que la seguridad pública basada en métodos tecnológicos de control de interacciones colectivas debilita los derechos civiles al tiempo que el Estado desusa las políticas sociales para evitar la expansión de la pobreza y la miseria, consideradas las causas de la multiplicación de actividades delictivas.

  4. Manifestações neurológicas em crianças e adolecentes infectados e expostos ao HIV-1 Neurological findings in a group of children and adolescents exposed and infected by HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Rocha

    2005-09-01

    Full Text Available O envolvimento do sistema nervoso central SNC na infecção pelo HIV-1 em crianças pode estar evidente desde o início ou demorar muitos anos para se manifestar. Microcefalia, rebaixamento cognitivo, sinais piramidais, distúrbios do humor e do comportamento e complicações pelo uso da terapia antiretroviral são comuns. Este é um trabalho observacional, descritivo e seccional cuja finalidade é descrever as alterações do exame neurológico em um grupo de crianças e adolescentes expostos pelo HIV-1 durante o período perinatal. Foram avaliados 173 pacientes. Muitos pacientes tinham superposição de alterações de exame neurológico e/ou mais de um diagnóstico. As alterações mais comuns foram: retardo do desenvolvimento neuropsicomotor, atraso de linguagem, deficiência mental, síndrome piramidal, hiporreflexia. O exame neurológico foi alterado em 67% dos casos, mesmo naqueles pacientes soro-revertidos. Sugerimos que existe alto risco para doença neurológica nesse grupo de pacientes e que a progressão da infecção pelo HIV-1 acentua o aparecimento de co-morbidades e comprometimento de seu prognóstico.The CNS infection by HIV-1 in infancy could be present immediately after infection or became manifest later. Microcephalia, mental retardation, pyramidal signs, humor and behavioral disorders and antiretroviral therapy complications are common. This is an observational, sectional and descriptive study about findings on neurological examination of 173 patients in a group of children and adolescents infected and exposed to HIV-1 in perinatal period. Most of them had more than one neurological finding or different diagnosis. The more common findings were: encephalopathy, mental retardation, language delay, pyramidal signs, hyporreflexia. The neurological examination was abnormal in 67% of all patients even in sororeverters. We sugest that this group has a high risk to neurological disease and the development of co-morbidity is directly

  5. Entidades rurales aisladas de la Region Metropolitana de Santiago de Chile - RMS: localizacion y vulnerabilidad

    National Research Council Canada - National Science Library

    Gerardo Ubilla Bravo

    2012-01-01

    .... La presente investigación tiene por objetivos: determinar las entidades rurales con mayor grado de aislamiento, identificar la vulnerabilidad de dichas entidades y realizar una propuesta inicial de objetivos de desarrollo territorial, aplicando...

  6. El conflicto en Siria agrava la vulnerabilidad de los refugiados palestinos

    OpenAIRE

    White, Gavin David

    2013-01-01

    Los refugiados palestinos en Siria se encuentran de nuevo envueltos en un ciclo de conflictos y desplazamiento que exacerba su vulnerabilidad subyacente y destaca la continua necesidad de encontrar soluciones duraderas.

  7. Meanings and vulnerability to HIV/AIDS among long-distance truck drivers in Brazil.

    Science.gov (United States)

    Magno, Laio; Castellanos, Marcelo Eduardo Pfeiffer

    2016-12-22

    To understand the meanings assigned by long-distance truck drivers to HIV/AIDS and its transmission and prevention, bearing in mind different contexts of vulnerability. Qualitative research with 22 truck drivers. Semi-structured interviews and participant observation were conducted in highways of the state of Bahia in 2013. We selected male truck drivers, with one year or more of work experience in long-distance routes. We carried out the thematic analysis of the interviews, to identify different contexts of vulnerability. The results showed that the insertion of truck drivers in contexts of high social vulnerability (poor working conditions, violence on the roads, and use of alcohol and other drugs) along with the advances in access and effectiveness of treatment for AIDS promote a reduced perception of the risk and severity of this disease. In addition, the notion of "risk group" and the symbolic division between "home space" (protected) and "street space" (unprotected) intensified a restricted and specific use of condoms, guided by the opposition between "woman of the street" (unknown women, prostitutes, among others) and "woman of the house" (wives, girlfriends). The meanings assigned by truckers to AIDS incorporated elements of recent transformations of the expanded social context, such as the development of health technologies (especially anti-retroviral drugs) and the guarantee of free access to treatment in the Brazilian public health system; but also incorporated old elements of social vulnerability context - such as the poor working conditions on Brazilian highways. Compreender os significados atribuídos pelos caminhoneiros de rota longa ao HIV/aids e à sua transmissão e prevenção, tendo em vista diferentes contextos de vulnerabilidade. Pesquisa qualitativa com 22 caminhoneiros. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e observação participante em rodovias do estado da Bahia em 2013. Foram selecionados caminhoneiros do sexo masculino, com um

  8. The Curaçao Cohort Studies : An analysis of the implementation of combination antiretroviral therapy in Curaçao

    NARCIS (Netherlands)

    de Groot-Hermanides, Hillegonda

    2015-01-01

    In dit proefschrift geven we een overzicht van de HIV epidemie in Curaçao en analyseren we de uitkomst van antiretrovirale combinatie therapie (cART) in personen met HIV-1 infectie die behandeld worden in Curaçao. Uiteindelijk concluderen we dat de uitkomsten van cART suboptimaal zijn als gevolg van

  9. Prevention of HIV infection among migrant population groups in Northeast Brazil O papel da migração na prevenção da infecção pelo HIV no Nordeste Brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ligia Regina Sansigolo Kerr-Pontes

    2004-02-01

    humanos. Quando examinados conjuntamente, estes fatores definem diferentes configurações dos migrantes com uma elevada vulnerabilidade ao HIV/AIDS. A alta vulnerabilidade destes grupos, relacionada à complexidade sócio-econômica, deve ser considerada nos programas de prevenção e controle da AIDS.

  10. CUIDADO MATERNO AOS FILHOS NASCIDOS EXPOSTOS AO HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Léa Maria Moura Barroso

    2009-01-01

    Full Text Available La finalidad fue evaluar el cuidado materno a hijos menores de seis meses, nacidos expuestos al VIH/SIDA con la meta de reducir la transmisión vertical. En un ambulatorio especializado en Fortaleza/CE, 18 madres fueron entrevistadas en el segundo semestre de 2007. Estudio exploratorio y descriptivo con planteo cuantitativo. Preguntas evaluaron las recomendacio- nes para cuidado en salud bajo la perspectiva de la prevención de la transmisión vertical. Ninguna madre ofreció lactancia natural al hijo; el 94,4% ofreció Zidovudina® en jarabe de manera adecuada; el 27,8% no llevó a su hijo para acompañamiento especializado, ni tampoco realizó análisis específicos; el 53,9% tuvo frecuencia inadecuada en las consultas; el 55,6% de los niños no recibió profilaxis para pulmonía y estaba con el calendario de vacunas atrasado. Todos los niños recibieron lactancia artificial, aunque con dilución, frecuencia y cantidad inadecuadas, y alimentación complementaria incorrecta. Se concluye que los cuidados proporcionados a los hijos nacidos expuestos al VIH no están en total consonancia con normas preestablecidas para reducción de la transmisión vertical en Brasil.

  11. Recidiva de lesões associadas ao HPV em pacientes HIV positivos após tratamento cirúrgico Recurrence of HPV lesions after surgical treatment in HIV-positive patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luigi Pincinato

    2009-06-01

    Full Text Available O HPV é a doença anal sexualmente transmissível mais diagnosticada em pacientes HIV positivos. Neste estudo investigamos a taxa de recidiva após tratamento cirúrgico do HPV em pacientes HIV positivos. Foi realizado um estudo retrospectivo em 74 pacientes que foram submetidos a tratamento cirúrgico de lesões remanescentes após tratamento clínico do HPV, no Hospital Heliópolis, São Paulo, Brasil, de julho de 2004 até junho de 2007. A maioria dos pacientes eram homens (91,9%, idade variando de 22 a 57 anos (média de 36 anos. Carga viral variou de indetectável até 488.000 cópias/mm³, células T CD4 de 19 a 900 céls/mm³. Observamos neoplasia intraepitelial de alto grau em 12,2% e recorrência das lesões em 58,1% dos pacientes. A recorrência foi significantemente menor em pacientes com células T CD4 =200 cells/mm³ e carga viral indetectável.HPV is the commonest anal disease in HIV-infected patients. In the present study we investigated the recurrence rates after surgical treatment of HPV in HIV-positive patients. A retrospective review was performed on 74 patients who underwent surgical intervention for medically intractable anal condyloma at Hospital Heliópolis, São Paulo, Brazil, from July 2004 to June 2007. The majority of the patients were male (91,9%, ranged in age from 22 to 57 years (mean 36 years. Viral load ranged from undetectable to 488.000 copies/mm³, T CD4 cells counts from 19 to 900 cells/mm³. We observed high grade anal squamous intraepithelial lesions in 12,2% and anal condyloma recurred in 58,1%. A significantly lower recurrence was observed in patients with T CD4 cells counts =200 cells/mm³ and viral load undetectable.

  12. Liberalização, vulnerabilidade financeira e instabilidade: algumas considerações sobre a economia brasileira Liberalization, financial vulnerability and instability: an analysis of the Brazilian economy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Moreira Amado

    2011-12-01

    Full Text Available O artigo analisa a economia brasileira e sua vulnerabilidade externa (no período recente a partir do referencial teórico de Minsky (1982, 1982b e 1986.Observa-se a tendência recorrente de ampliação da vulnerabilidade e o movimento cíclico dessa tendência não associada a regimes cambiais específicos, mas ampliada pela falta de controles cambiais. Nota-se, também, que o aprofundamento da vulnerabilidade externa da economia brasileira deve-se, sobretudo, ao comportamento da conta financeira, que compensou, com sobras, os resultados positivos obtidos pela balança comercial. Tais elementos conduzem a observação de uma tendência à ampliação da instabilidade nas esferas financeira e real dessa economia.The paper analyses the Brazilian economy and its external vulnerability based on Minsky's theoretical approach. The continuous tendency increasing vulnerability and its cyclical movement, independent of the exchange rate regime, is observed. The paper points out that this tendency has been, in recent periods, mainly associated with the behaviour of the financial account, which compensated for the positive results of the country's balance of trade. All of these elements lead to the observation of an increased tendency towards increasing instability regarding the financial and real spheres of the Brazilian economy.

  13. Contracepção hormonal e anti-retrovirais em mulheres infectadas pelo HIV Hormonal contraception and antiretroviral therapy among HIV-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Amaral

    2006-11-01

    Full Text Available Há controvérsia sobre a relação entre o uso de contraceptivos hormonais e o risco de adquirir o vírus da imunodeficiência humana (HIV, e pouco se sabe sobre os efeitos da contracepção hormonal em mulheres infectadas (efeitos colaterais, distúrbios menstruais, progressão da doença, interações com terapias anti-retrovirais. O objetivo deste artigo foi revisar os dados disponíveis quanto à vulnerabilidade ao HIV e à sua transmissibilidade na vigência do uso de contraceptivos hormonais bem como as conseqüências potenciais do uso desses contraceptivos por mulheres HIV-positivas sob terapia anti-retroviral (TARV, com ênfase nas interações medicamentosas. Concluiu-se que ainda não é possível elaborar recomendações, baseadas em evidências, sobre a contracepção hormonal em mulheres portadoras do HIV sob TARV. Assim, os infectologistas e os ginecologistas devem estar atentos às interações potenciais que possam representar aumento de efeitos adversos, individualizando a orientação sobre os esteróides contraceptivos, suas doses e vias de administração, considerando a TARV em uso.There is much controversy regarding the realtionship between the use of hormonal contraceptives and the risk of acquiring human immunodeficiency virus (HIV, and little is known about the effects of hormonal contraception in HIV-infected women (adverse events, menstrual disorders, disease progression, antiretroviral therapy interactions. The aim of the present study was to review available data regarding HIV vulnerability and transmission associated with hormonal contraceptives and the use of these contraceptives by women on antiretroviral therapy, with emphasis on drug interactions. In conclusion, it was not possible to offer evidence-based recommendations for the use of hormonal contraceptives among HIV-infected women under antiretroviral therapy. Infectious disease specialists and gynecologists providing care should be cautious about potential

  14. Ao leitor sem medo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Eisenberg

    2000-05-01

    Full Text Available O texto resenha Ao leitor sem medo, de Renato Janine Ribeiro (Belo Horizonte, UFMG, 1999.This text is a review of Ao leitor sem medo by Renato Janine Ribeiro (Belo Horizonte, UFMG, 1999

  15. Vulnerabilidades ocupacionais e percepção de saúde em trabalhadores do SUS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ada Ávila Assunção

    2012-06-01

    Full Text Available Este artigo desenvolve uma tipologia de precariedade nos vínculos de trabalho, considerando outras dimensões além daquelas tradicionais, como tipo de vínculo, jornada e rendimento de trabalho. Outros aspectos do local de trabalho e da alocação de tempo em atividades e tarefas fora do ambiente laboral afetam a inserção dos indivíduos no mercado de trabalho. Assim, a partir da flexibilidade do método e da relativamente grande disponibilidade de informações sobre o indivíduo e seu desempenho socioeconômico, a presente investigação recorreu à aplicação do Método Grade of Membership (GoM aos dados de 1.808 trabalhadores da rede municipal de saúde de Belo Horizonte que participaram de um inquérito epidemiológico em 2009. Foram considerados elegíveis todos os profissionais vinculados ao serviço público municipal de saúde, independente do vínculo empregatício (permanente, temporário, estágio. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (parecer nº 542/07. Os resultados apresentados convergem para as reflexões acerca da crescente constatação da vulnerabilidade dos trabalhadores de saúde em função das condições de trabalho precárias, além de indicaram a relevância da abordagem da atividade de trabalho, no sentido de identificar agentes estressores e outros fatores do ambiente relacionados às situações nocivas e de adoecimento. Algumas características dos indivíduos (idade, sexo, tempo de serviço, etc. que conformam a população-alvo não são passíveis de ações externas, no entanto, as políticas podem modificar os fatores localizados em torno do núcleo individual.

  16. Sostenibilidad y vulnerabilidad de la deuda pública colombiana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Ignacio Lozano Espitia

    2015-12-01

    Full Text Available El documento presenta un estudio sobre las relaciones entre la política fiscal y el endeudamiento, en términos de su viabilidad y sostenibilidad, en el marco de la dinámica del crecimiento del país y sus restricciones macroeconómicas. De acuerdo con el marco fiscal y la estructura del endeudamiento del país, se analiza la sostenibilidad y vulnerabilidad de la deuda pública desde el punto de vista de los sbocks internos y externos. El análisis de solvencia y sostenibilidad de la deuda pública parte de la restricción inter temporal presupuestaria del gobierno, evaluando el incremento del coeficiente de deuda debido a la tasa de interés real, el crecimiento de la economía (efecto bola de nieve el déficit primario (como proporción del PIE Y el efecto stock-flujo, el cual refleja el crecimiento del coeficiente de deuda por motivos, tales como la devaluación -que incrementa la deuda pública externa valorada en moneda nacional o por valorizaciones y/o discrepancias estadísticas. El modelo también permite evaluar los objetivos de la política económica (ingresos, gastos, déficit o superávit, riesgo del país en términos del coeficiente de deuda. Los resultados obtenidos muestran que cuánto mayor sea la participación de la deuda extrajera dentro de la deuda total, mayor será su vulnerabilidad a cambios la devaluación real y en la tasa de internes internacional. Las estimaciones realizadas indican que un aumento en la tasa de interés externa (sobre sus niveles observados, empeora el desequilibrio en las finanzas del gobierno central marginalmente. La brecha de sostenibilidad no varia de manera importante. En términos del tipo de cambio promedio, los resultados difieren ya que una devaluación adicional, eleva la brecha de insostenibilidad. Los resultados del análisis de sensibilidad permiten recomendar que se profundice en la estrategia de canjear deuda externa por interna, a fin de reducir esta potencial fuente de

  17. Sostenibilidad y vulnerabilidad de la deuda pública colombiana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Ignacio Lozano Espitia

    2007-12-01

    Full Text Available El documento presenta un estudio sobre las relaciones entre la política fiscal y el endeudamiento, en términos de su viabilidad y sostenibilidad, en el marco de la dinámica del crecimiento del país y sus restricciones macroeconómicas. De acuerdo con el marco fiscal y la estructura del endeudamiento del país, se analiza la sostenibilidad y vulnerabilidad de la deuda pública desde el punto de vista de los shoks internos y externos. El análisis de solvencia y sostenibilidad de la deuda pública parte de la restricción inter temporal presupuestaria del gobierno, evaluando el incremento del coeficiente de deuda debido a la tasa de interés real, el crecimiento de la economía (efecto bola de nieve el déficit primario (como proporción del PIB y el efecto stock-flujo, el cual refleja el crecimiento del coeficiente de deuda por motivos, tales como la devaluación –que incrementa la deuda pública externa valorada en moneda nacional o por valorizaciones y/o discrepancias estadísticas. El modelo también permite evaluar los objetivos de la política económica (ingresos, gastos, déficit o superávit, riesgo del país en términos del coeficiente de deuda. Los resultados obtenidos muestran que cuánto mayor sea la participación de la deuda extrajera dentro de la deuda total, mayor será su vulnerabilidad a cambios la devaluación real y en la tasa de internes internacional. Las estimaciones realizadas indican que un aumento en la tasa de interés externa (sobre sus niveles observados, empeora el desequilibrio en las finanzas del gobierno central marginalmente. La brecha de sostenibilidad no varía de manera importante. En términos del tipo de cambio promedio, los resultados difieren ya que una devaluación adicional, eleva la brecha de insostenibilidad. Los resultados del análisis de sensibilidad permiten recomendar que se profundice en la estrategia de canjear deuda externa por interna, a fin de reducir esta potencial fuente de

  18. População em vulnerabilidade, intersetorialidade e cidadania: articulando saberes e ações

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Célia Fiorati

    2014-12-01

    Full Text Available Este artigo apresenta relato referente ao “I Encontro Saúde Ocupação e Contextos Psicossociais: populações em vulnerabilidade, intersetorialidade e cidadania”, realizado em agosto de 2012 pelo curso de Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo. Os objetivos do evento foram discutir as múltiplas causalidades e a complexidade envolvida no fenômeno do crescimento da população em situação de rua na conjuntura geral do país e do mundo e no contexto do município; iniciar uma análise e caracterização social dessa população; e elaborar estratégias para elaboração de políticas públicas de inclusão social, redução de iniquidades e desigualdades e erradicação da pobreza no município de Ribeirão Preto, na interface entre as dimensões de atuação, recursos e responsabilidades de vários setores da administração pública no município (saúde, educação, cultura, habitação, transportes e meio ambiente, entre outros e organizações da sociedade civil. O evento gerou documento com propostas de estratégias voltadas à atenção a pessoas em situação de rua, que foi entregue à Prefeitura, à Câmara de Vereadores, ao Ministério Público e a representantes de movimentos sociais. É possível concluir que o encontro promoveu uma importante articulação para subsidiar a formação de fóruns intersetoriais e desencadear ações voltadas à atenção à população em vulnerabilidade social.

  19. Práticas alimentares nos dois primeiros anos de vida: presença de vulnerabilidade em saúde = Food practices in the first two years of life: presence of vulnerability in health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taglietti, Roberta Lamonatto

    2014-01-01

    Conclusões: Embora algumas práticas alimentares saudáveis tenham sido prevalentes no grupo avaliado, foi encontrada uma proporção relevante de práticas pouco saudáveis. Este é um achado preocupante em crianças menores de dois anos, dada a vulnerabilidade dessa fase da vida e sua importância para a construção de padrões alimentares que têm grande possibilidade de se perpetuarem ao longo da vida do indivíduo

  20. Risco e vulnerabilidade nas práticas dos profissionais de saúde Riesgo y vulnerabilidad en las prácticas laborales de los profesionales del área de la salud Risk and vulnerability in the practice of professional healthcare

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Luís Guedes dos Santos

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar a produção científica da área da saúde e enfermagem acerca dos fatores de risco e da vulnerabilidade nas práticas dos profissionais de saúde, por meio de uma revisão integrativa. Os artigos foram pesquisados nas bases de dados LILACS e SCIELO, entre 2005 e 2010, a partir dos descritores vulnerabilidade, risco, riscos ocupacionais e pessoal de saúde, constituindo uma amostra de 21 publicações. Na atenção primária à saúde, os riscos e as vulnerabilidades relacionam-se à deficiência de recursos para o trabalho, à violência física e ao desgaste emocional. No contexto hospitalar, destacaram-se os acidentes com material biológico relacionados ao uso inadequado e não adesão a medidas de proteção, a sobrecarga de trabalho e a autoconfiança. Ressalta-se a importância da elaboração de políticas públicas em saúde do trabalhador, visando à melhoria das condições de trabalho e maior satisfação profissional.Este estudio tuvo como objetivo analizar los riesgos y vulnerabilidades presentes en las prácticas de los profesionales de la salud, a través de una revisión integradora de la producción científica en salud y enfermería. Los artículos fueron consultados en la bases LILACS y SciELO, de 2005 a 2010, según los descriptores: vulnerabilidad, riesgo, riesgos laborales y personal de salud, que abarca una muestra de 21 publicaciones. En la atención primaria, los riesgos y las vulnerabilidades están relacionados con la deficiencia de recursos para el trabajo, la violencia física y el estrés emocional. En el ámbito hospitalario se pueden destacar: los accidentes con material biológico relacionado con el uso indebido y el incumplimiento de las medidas de protección, sobrecarga de trabajo y confianza en uno mismo. Hacemos hincapié en la importancia de desarrollar políticas públicas dirigidas a mejorar las condiciones laborales del trabajador y una mayor satisfacción y

  1. Evaluation of the vulnerability of families assisted in Primary Care in Brazil Evaluación de la vulnerabilidad de familias asistidas en la Atención Básica Avaliação da vulnerabilidade de famílias assistidas na Atenção Básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tharsila Martins Rios da Silva

    2012-10-01

    de vulnerabilidad por los servicios de salud.OBJETIVO: caracterizar o perfil de famílias da área de abrangência de uma Unidade Básica de Saúde e identificar aquelas em situação de vulnerabilidade. MÉTODO: trata-se de um estudo epidemiológico observacional, transversal e quantitativo. Foram realizadas 320 visitas domiciliárias, definidas por uma amostra aleatória das áreas de abrangência do Posto Urbano-1, em São Sebastião, DF. Para coleta de dados, utilizou-se um questionário estruturado, elaborado a partir do Índice de Desenvolvimento da Família (IDF. RESULTADOS: os resultados revelaram famílias jovens, com predomínio do sexo feminino e escolaridade baixa. O IDF permitiu identificar famílias em situação de vulnerabilidade grave e muito grave. As dimensões mais críticas foram: "acesso ao conhecimento" e "acesso ao trabalho". CONCLUSÃO: por meio deste o estudo sinalizou-se a importância de maiores investimentos na área da educação, trabalho e renda, e destacou-se a necessidade da utilização do conceito ampliado de vulnerabilidade pelos serviços de saúde.

  2. Vulnerabilidad social y orfandad: trayectoria vital de una adolescente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Isabel Moratilla-Olvera

    2012-01-01

    metodológica es la experiencia individual, ya que a partir de esta, es posible observar las influencias socio-culturales y de las instituciones en el sujeto. En este trabajo, nuestro interés fue el de reflexionar sobre la vulnerabilidad social y la orfandad de las adolescentes, que al vivir en medios socio-cultrales que no les pueden ofrecer diferentes figuras de identificación y alternativas de vida, se embarazan a temprana edad, y así se agudiza su condición de desventaja social. Para ilustrar esta problemática se presenta el reporte de caso de Yoselin, joven de 15 años, huérfana de padre, que se embaraza antes de terminar la educación secundaria. Para dar cuenta del influjo de las instituciones en su trayectoria vital, realizamos un análisis de los registros macro, medio y personal de las dinámicas en las que está inmerso el sujeto.

  3. Vulnerabilidad social y orfandad: trayectoria vital de una adolescente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bertha Elvia Taracena-Ruiz

    2012-09-01

    Full Text Available El enfoque socio-clínico es una aproximación de producción de conocimiento,que busca generar una reflexión multirreferencial de las problemáticas psicosociales; su estrategiametodológica es la experiencia individual, ya que a partir de esta, es posible observar las influenciassocio-culturales y de las instituciones en el sujeto. En este trabajo, nuestro interés fue el de reflexionarsobre la vulnerabilidad social y la orfandad de las adolescentes, que al vivir en medios socio-culturalesque no les pueden ofrecer diferentes figuras de identificación y alternativas de vida, se embarazan atemprana edad, y así se agudiza su condición de desventaja social. Para ilustrar esta problemática sepresenta el reporte de caso de Yoselin, joven de 15 años, huérfana de padre, que se embaraza antes determinar la educación secundaria. Para dar cuenta del influjo de las instituciones en su trayectoriavital, realizamos un análisis de los registros macro, medio y personal de las dinámicas en las que estáinmerso el sujeto.

  4. Perfil sexual de mulheres esterilizadas: comportamentos e vulnerabilidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Izabel Oliveira Nicolau

    2011-01-01

    Full Text Available Teniendo en cuenta las peculiaridades y riesgos presentes en la vida sexual de mujeres esterilizadas registradas en la literatura, se planteó caracterizar el comportamiento sexual de esterilizadas e investigar la presencia de asociación entre variables sociales, demográficas y sexuales, 'visando identificar posibles vulnerabilidades. Estudio retrospectivo, documental, cuantitativo, realizado en el Centro de Parto Natural Líg¡a Barros Costa, en Fortaleza (CE, en julio/Züüd. Se investigó el historial médico de 277 mujeres esterilizadas, compuesto por una población con baja escolaridad, unidas marttalmente, con poca variedad de parejas sexuales y vida sexual iniciada tempranamente, asociada a la edad de la menarqula. Las enfermedades de transmisión sexual mostraron alta prevalencia, 81 (32,Sq!o, el uso de condones es poco frecuente 20(7,2%, especialmente entre mujeres que viven maritalmente. Por lo tanto, constituyen una población vulnerable, que carece de asistencia en planificación familiar que congregue la adopción de actitudes saludables para garantizar una vida sexual segura.

  5. Riesgo y vulnerabilidad en Llano Largo, Acapulco: la tormenta Henriette

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    América Rodríguez-Herrera

    2012-01-01

    Full Text Available En este artículo se aborda la experiencia social generada frente al riesgo, a partir de los estragos provocados por la tormenta Henriette en el año 2007, en Llano Largo y otros sectores aledaños localizados en la emblemática Zona Diamante de la ciudad de Acapulco. Se identificó a los actores involucrados en las gestiones tras el desastre: población afectada, las empresas constructoras y el Estado. A pesar de la heterogeneidad social y cultural, los pobladores han realizado dinámicas organizativas que aunque incipientes, aportan para identificar el camino que les ayude a comprender y ubicarse en una realidad plagada de riesgos. El Estado, con una política centrada en la emergencia, no logra integrar los procesos de reconstrucción, lo que queda en manos de organismos privados cuyo interés no es la superación de la vulnerabilidad resultante. Únicamente atiende a la población en condiciones de pobreza con ayuda focalizada. Mientras los riesgos son para los pobres, las empresas continúan siendo las ganadoras en este reparto de ganancias.

  6. Las playas de Quintana Roo: sus riesgos y vulnerabilidad.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Torruco Gómez

    2013-01-01

    Full Text Available Las playas son sistemas donde se ejercen presiones antrópicas y ambientales, en este estudio se analizaron sus condiciones bioeconómicas con la finalidad de obtener un modelo que permita determinar el grado de vulnerabilidad y la matriz de riesgo en las playas del Estado de Quintana Roo para un mejor uso sustentable. Se formularon matrices con registros biológicos y socioeconómicos obtenidos entre el 2009 y 2010 en temporadas de alto registro turístico, obteniendo 17 variables en 20 playas analizadas. La evaluación se efectuó con el modelo semiparamétrico del tipo KSIM con dos escenarios: uno sin control/restricción en el desarrollo costero y otro con las mismas características pero con decremento en demanda turística por baja calidad ambiental. Los resultados mostraron un marcado descenso en playas arenosas y costas rocosas. En el modelo se hace referencia a la importancia de los procesos de las playas y su interrelación con los factores biológicos, sociales y económicos más importantes, proporcionando una visión integral de todas las variables. Se recomienda incrementar el modelo dándole mayor envergadura, integrando a las instituciones que influyen en el control de las acciones en estas playas, lo que dará un mejor referente y monitoreo a corto, mediano y largo plazo.

  7. Representação social da violência sexual e sua relação com a adesão ao protocolo de quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ericka Viviane Pontes Procópio

    2014-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi conhecer as representações sociais da violência sexual e sua relação com a adesão do protocolo da quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, orientada pela teoria das representações sociais, através de entrevista gravada com 13 mulheres, com idades entre 12 e 23 anos. No grupo, observou-se que as representações sociais construídas acerca da violência sexual exerceram uma considerável influência na adesão ao tratamento quimioprofilático. As pesquisadas elaboraram imagens nas quais as preocupações geradas à família, desconfortos causados pelos efeitos dos fármacos, a mudança de rotina, o medo de adoecer, de ser estigmatizada, ansiedade e raiva, apareceram como elementos constantes, podendo acarretar o abandono do tratamento. Considerando a influência dessas representações no tratamento, verifica-se a necessidade de uma maior atenção dos serviços de saúde com relação a estas possibilidades, dispondo de recursos para planejar sua assistência com base nestas diferentes necessidades. É preciso que, além do investimento em pesquisas com novos fármacos, exista um investimento em pesquisas qualitativas, que forneçam subsídios para um acompanhamento mais apropriado das pacientes.

  8. Jerarquía de vulnerabilidades de las organizaciones comunitarias de agua en Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecilia Roa Garcia

    2015-07-01

    Full Text Available Los servicios de agua en las zonas rurales y peri-urbanas de los Andes son predominantemente prestados por organizaciones comunitarias o pequeñas empresas prestadoras. La vulnerabilidad de este tipo de proveedores de agua frente a su capacidad de adaptarse a situaciones adversas producidas por la variabilidad y el cambio climáticos, tiene que ver tanto con su dependencia de la capacidad reguladora de los ecosistemas, como con las condiciones institucionales internas y del entorno. En el marco de un proyecto de Investigación-Acción Participativa (IAP, y con base en una encuesta a las organizaciones miembros de dos asociaciones de acueductos comunitarios y un análisis detallado de ocho casos y de los datos disponibles en el Sistema Único de Información (SUI rural, se analizaron las vulnerabilidades de las organizaciones comunitarias prestadoras de servicios de agua en zonas rurales y peri-urbanas del sur occidente de Colombia. Se clasificaron las vulnerabilidades en: biofísicas en las fuentes, técnicas, institucionales y del modelo organizacional; y se encontró que las vulnerabilidades institucionales y del modelo organizacional son de igual o más importancia que las vulnerabilidades técnicas y biofísicas.

  9. Fatores associados ao abandono de acompanhamento ambulatorial em um serviço de assistência especializada em HIV/aids na cidade do Rio de Janeiro, RJ Factors associated with HIV/AIDS treatment dropouts in a special care unit in the City of Rio de Janeiro, RJ, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Louise Bastos Schilkowsky

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo visou a identificar fatores associados ao abandono do serviço de saúde por pacientes com HIV/aids. MÉTODOS: O estudo foi desenvolvido no Serviço de Assistência Especializada de um hospital universitário do Rio de Janeiro, considerando uma amostra estratificada de pacientes adultos, incluindo todos os casos de abandono (155 e 44,0% dos 790 casos em acompanhamento regular. Análises bivariadas visaram a identificar associações entre o abandono do serviço de saúde e variáveis demográficas, socioeconômicas e clínicas. Um modelo de regressão logística e um modelo de Cox foram utilizados para a identificação dos efeitos independentes das variáveis explicativas sobre o risco de abandono, no segundo caso incorporando a informação sobre a ocorrência do desfecho no decorrer do tempo. RESULTADOS: Os pacientes tinham em média 35 anos, sendo predominantemente do sexo masculino (66,4% e de nível socioeconômico baixo (45%. Em ambos os modelos, mostraram-se consistentemente associados ao risco de abandono estar desempregado ou possuir vínculo instável, usar drogas ilícitas e ter antecedentes psiquiátricos - associação positiva; e idade, ter o diagnóstico de aids e ter usado vários esquemas antirretrovirais - associação negativa. Na regressão logística, mostrou-se também positivamente associado à ocorrência de abandono o tempo entre o diagnóstico e a primeira consulta, enquanto no modelo Cox, o hazard de ocorrência de abandono mostrou-se positivamente associado a ser solteiro e negativamente associado a ter nível de escolaridade mais elevado. CONCLUSÕES: Os resultados deste trabalho permitem a identificação de pacientes com HIV/aids mais vulneráveis ao abandono do serviço de saúde.OBJECTIVE: This study aimed to identify factors associated with the health care of patients with HIV/AIDS who drop out. METHODS: The study was developed in a specialized health care unit of a University hospital in

  10. Narrativas de travestis sobre su vivencia con el VIH/Sida Narrativas de travestis sobre sua vivência com o HIV/AIDS Transvestites’ narratives about their experience with HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Mercedes Lafaurie Villamil

    2011-11-01

    Full Text Available Objetivo. Describir las reflexiones que hacen un grupo de travestis, quienes ejercen o han ejercido la prostitución, sobre su experiencia como personas que viven con VIH/Sida y sus necesidades de apoyo de enfermería. Metodología. Abordaje cualitativo mediante entrevistas a profundidad a 10 travestis, entre los 23 a 48 años, con diagnóstico de VIH/Sida, con vínculos con la prostitución, quienes acuden a un hospital de tercer nivel de Bogotá. Análisis mediante el Atlas Ti vr. 6. Resultados. La primacía del dinero sobre la salud y el consumo de alcohol de sustancias psicoactivas llevan a no usar protección sexual con los clientes; la falta de protección con la pareja y el fracaso del uso del preservativo, anteceden la infección. La depresión es frecuente. La asistencia al Programa de VIH al que es crucial para el afrontamiento de la enfermedad. Conclusión. Se presenta una alta vulnerabilidad frente al VIH/Sida en este grupo. Se requiere realizar programas sobre protección sexual y para fortalecer el sentido de vida.Objetivo. Descrever as reflexões de um grupo de travestis quem exercem ou exerceram a prostituição sobre sua experiência como pessoas que vivem com HIV/Aids e suas necessidades de apoio de enfermagem. Metodologia. Abordagem qualitativa mediante entrevistas a profundidade a 10 travestis com HIV/Aids de 23 a 48 anos, com vínculos com a prostituição, que vão a um hospital de terceiro nível de Bogotá. Para a análise da informação se empregou o Atlas Ti vr. 6. Resultados. Para estas pessoas a primazia do dinheiro sobre a saúde e o consumo de álcool e de substâncias psicoactivas leva a não usar proteção sexual com os clientes; o fracasso no uso do preservativo com o casal antecede a infecção. A depressão é frequente. A assistência ao Programa de HIV é crucial para o afrontamento da doença. Conclusão. Há alta vulnerabilidade frente ao HIV/Aids neste grupo. Requer-se realizar programas sobre prote

  11. Modelos de vulnerabilidad agrícola ante los efectos del cambio climático

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Hernández Ramírez

    2014-12-01

    Full Text Available La Vulnerabilidad Agrícola (VA es el resultado de la medición de la variabilidad climática dentro de un contexto de vulnerabilidad social y sectorial, que ha ido agregando conceptos e indicadores que enriquecen y complementan el análisis de la seguridad alimentaria, en el entendido que la disponibilidad de un pronóstico corresponde no solo al derecho primordial de cualquier ser humano, sino a la supervivencia del mismo. La metodología de medición de esta variable depende estrictamente del alcance de la investigación y de la disponibilidad de datos de la región y del producto agrícola seleccionado. Los modelos utilizados hasta la fecha son tres: el modelo Estructural, el modelo Espacial y la Vulnerabilidad Agrícola.

  12. O efeito da vulnerabilidade social sobre indicadores antropométricos de obesidade: resultados de estudo epidemiológico de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabel Cristina Martins de Freitas

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: O estudo teve por objetivo avaliar o efeito da vulnerabilidade social sobre os indicadores antropométricos de obesidade global e central em adultos (30 anos ou mais de Ribeirão Preto (SP, 2006. Métodos: Estudo transversal de base populacional com amostra complexa, desenvolvida em três estágios. Modelos lineares multinível foram construídos em dois níveis: ecológico e individual. Os 81 setores censitários sorteados para a amostra compuseram o nível ecológico e foram classificados segundo o Índice Paulista de Vulnerabilidade Social (IPVS. Resultados: Fatores de nível individual que apresentaram relação direta com o índice de massa corporal (IMC: idade, antecedentes familiares e pessoais de excesso de peso e consumo de lipídios, com exceção de sexo e escolaridade (relação inversa. Fatores de nível individual que apresentaram relação direta com a circunferência da cintura (Ccint: idade, antecedentes familiares de acidente vascular cerebral (AVC, história pessoal de excesso de peso, IMC, número de medicamentos, tempo de tabagismo e energia total da dieta, com exceção da variável sexo (relação inversa. Para ambos os desfechos (IMC e Ccint, a variância do IPVS nos modelos finais apresentou significância estatística (p < 0,05 revelando o efeito contextual (rho ≈ 8% da vulnerabilidade social sobre os indicadores de obesidade, mesmo após ajustamento para variáveis de nível individual. Conclusão: Os achados apontam para a necessidade de ações de promoção de hábitos saudáveis e de prevenção da obesidade, direcionadas não apenas aos fatores de nível individual, mas ao contexto socioambiental onde os indivíduos estão inseridos.

  13. Vulnerabilidade social: o psicodiagnóstico como método de mapeamento de doenças mentais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Grana

    Full Text Available O presente estudo demonstra a experiência de trabalho em um Centro de Referência de Assistência Social do interior do Rio Grande do Sul. Foi realizado um mapeamento de doenças mentais na população em vulnerabilidade social, através do processo de psicodiagnóstico, em caráter de estudo-piloto. Foram escolhidos três sujeitos como amostragem: uma mulher, uma adolescente e um menino. Foram analisados os fatores psicossociais, e os resultados revelaram que essa população está mais sujeita ao desenvolvimento de psicopatologias. O estudo demonstrou que a inserção do psicodiagnóstico pode contribuir como instrumento de diagnóstico da população. É necessário que haja interesse por parte das políticas públicas em ofertar os serviços de saúde à população para trabalhar com os fatores de risco socioemocionais de maneira satisfatória.

  14. Vulnerabilidade social:: o psicodiagnóstico como m étodo de mapeamento de doenças mentais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Grana

    Full Text Available O presente estudo demonstra a experiência de trabalho em um Centro de Referência de Assistência Social do interior do Rio Grande do Sul. Foi realizado um mapeamento de doenças mentais na população em vulnerabilidade social, através do processo de psicodiagnóstico, em caráter de estudo-piloto. Foram escolhidos três sujeitos como amostragem: uma mulher, uma adolescente e um menino. Foram analisados os fatores psicossociais, e os resultados revelaram que essa população está mais sujeita ao desenvolvimento de psicopatologias. O estudo demonstrou que a inserção do psicodiagnóstico pode contribuir como instrumento de diagnóstico da população. É necessário que haja interesse por parte das políticas públicas em ofertar os serviços de saúde à população para trabalhar com os fatores de risco socioemocionais de maneira satisfatória.

  15. Geoamenazas y vulnerabilidad en Cañas, Guanacaste

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sánchez Castillo, Sergio

    2003-09-01

    Full Text Available Este artículo se explica en que consiste el Proyecto Piloto de Geoamenazas y Vulnerabilidad, el cual se desarrolla en el cantón de Cañas. Este proyecto es auspiciado y financiado por diferentes organismos internacionales y su ejecución está a cargo de la Comisión Nacional de Prevención de Riesgos y Atención de Emergencias (CNE. Se presentan los aspectos que propiciaron la escogencia del cantón de Cañas: amenaza sísmica, composición de los suelos, amenaza de inundación, base de datos catastrales en formato digital, Plan Regulador y un Comité Local de Emergencias activo. La metodología utilizada en el proyecto incluyó la aplicación de un censo en el Distrito Central de Cañas y se desarrollaron talleres con expertos internacionales y de instituciones nacionales This articles explains what the Geo Threats and Vulnerability Pilot Project is. This Project is developed in the Cañas canton. It is sponsored and financed by different international organisms and its execution is the responsibility of the National Commission of Risk Prevention and Emergency Response (Comisión Nacional de Prevención de Riesgos y Atención de Emergencias - CNE. It presents the aspects that motivated choosing the canton of Cañas: seismic threat, soil composition, flood threat, digital cadastral data, Regulatory Plan and an active Local Emergency Committee. The methodology used in the Project included a census in the main district of Cañas and the development of workshops with international and national experts

  16. Vulnerabilidad y activos familiares frente a riesgos. Caso de estudio en Ixil, Yucatán

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Norma Cecilia Sandoval Ayala

    2015-01-01

    Full Text Available En esta contribución se presenta un estudio de caso sobre percepciones sociales respecto a la vulnerabilidad de los activos familiares frente a riesgos de desastres en el municipio de Ixil, estado de Yucatán, México. Se aplicaron 81 encuestas a representantes de hogares de la comunidad y se realizaron diecinueve entrevistas semiestructuradas. Se encontró que los huracanes son un factor clave tanto en la percepción sobre la vulnerabilidad, como en las situaciones de riesgo que ocasionan pérdidas de activos en la región.

  17. Riesgos socionaturales: vulnerabilidad socioeconómica, justicia ambiental y justicia espacial

    OpenAIRE

    2015-01-01

    En este artículo se discuten los significados de los conceptos vulnerabilidad socioeconómica , justicia ambiental y justicia espacial , en sus relaciones con los riesgos socionaturales y los desastres. Se parte de que dichos riesgos son construcciones sociales, derivadas de las modificaciones antrópicas al ambiente. Se explica de qué manera la vulnerabilidad socioeconómica es clave en el entendimiento de las causas de los desastres, y cómo, las consecuencias de estos, no son homogéneas...

  18. Vulnerabilidad social y comportamiento electoral. Un análisis por secciones electorales

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edel CADENA VARGAS

    2012-01-01

    Full Text Available En este artículo se analiza la relación entre el comportamiento electoral y la vulnerabilidad social, a nivel de secciones y distritos electorales desde 1990 a 2009. Los indicadores que utiliza son: competitividad, volatilidad y lealtad electorales, correlacionándolos con la vulnerabilidad social, índice propio construido de ocho variables censales. Encuentra que, al utilizar unidades de desagregación territorial menores a las comunes, es posible apreciar mayor diversidad en el comportamiento electoral, dependiendo del estrato social y lugar que se trate.

  19. Briófitas: estado do conhecimento e vulnerabilidade na Floresta Atlântica Nordestina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercia Patricia Pereira Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Com ênfase na Floresta Atlântica Nordestina, é fornecido um diagnóstico do estado da arte do conhecimento sobre a brioflora e, para os últimos dez anos, uma análise por área temática da briologia, estado da região, Instituição executora dos autores e gargalos de conhecimento. No período analisado, foram publicados 60 artigos em periódicos nacionais e internacionais, sendo que a maioria enfoca a linha de pesquisa Florística e Taxonomia, com destaque para o estado da Bahia que apresenta mais de 50% da produção desta linha. A consolidação deste conhecimento pode ser atribuída, em grande parte, à existência de pesquisadores e de Programas de Pós-graduação atuantes na região. A brioflora regional é composta por 788 spp., correspondendo a 58% do total conhecido para o Domínio Floresta Atlântica, onde novas espécies têm sido descritas e táxons vulneráveis, de distribuição rara e bioindicadores evidenciados. A Bahia é o estado de maior riqueza brioflorística, com 483 spp., seguida por Pernambuco, 323 spp. A vulnerabilidade da brioflora regional é acessada mediante endemismo, raridade de distribuição e caráter bioindicador de qualidade ambiental dos táxons. Modelos de distribuição potencial produzidos para vários desses táxons contribuem ao evidenciar novas áreas de exploração, a necessidade de proteção mais eficiente de habitats específicos e a criação de Unidades de Conservação. Para dirimir as lacunas ainda existentes no conhecimento fazem-se necessárias a continuidade de estudos, a intensificação na formação de recursos humanos e nas cooperações científicas.

  20. Sex inequalities in HIV-related practices in the Brazilian population aged 15 to 64 years old, 2008 Desigualdades por sexo nas práticas relacionadas à infecção pelo HIV na população brasileira de 15 a 64 anos, 2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Roberta Pati Pascom

    2011-01-01

    Full Text Available The objective of this study is to analyze gender differences in HIV-related practices in the Brazilian population. A national survey was carried out in 2008 with a sample size of 8,000 individuals aged 15-64 years old. The sampling was stratified by macro geographical region and urban/rural areas. Logistic regression models were used to investigate the main predictors of consistent condom use. The results showed that women have less sexy, start sexual life later than men, have fewer casual sexual partners, but use condom less frequently than men. On the other hand, the coverage of HIV testing is significantly greater among women. Significant differences by gender were seen in all HIV-related risky practices. The greater vulnerability was always associated with women, with exception of HIV testing. The low proportion of condom use in infidelity situations was a problem for box sexes and deserves special consideration when developing prevention strategies.O objetivo do trabalho foi analisar as diferenças por sexo nas práticas relacionadas à infecção pelo HIV na população brasileira. Inquérito de âmbito nacional foi realizado em 2008, com amostra de 8 mil indivíduos de 15-64 anos. A amostragem foi estratificada por macrorregião geográfica e situação urbano/rural. Utilizou-se modelo de regressão logística para investigar os principais fatores associados às práticas de sexo protegido. Os resultados indicaram que as mulheres têm menor taxa de atividade sexual, iniciam a vida sexual mais tardiamente, têm menos parceiros casuais do que os homens, mas usam menos o preservativo. Por outro lado, a cobertura de teste de HIV é significativamente maior entre as mulheres quando comparadas aos homens. Foram evidenciadas grandes diferenças por sexo nas práticas relacionadas à infecção pelo HIV, sempre com maior vulnerabilidade associada às mulheres, exceto no que diz respeito ao teste de HIV. O baixo uso de preservativo nas situa

  1. Socio-demographic and epidemiological characteristics associated with human immunodeficiency virus type I (HIV-1 infection in HIV-1-explosed but uninfected individuals, and in HIV-1-infected patients from a southern brasilian population Características sociodemográficas e epidemiológicas associadas com a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1 em indivíduos expostos ao HIV-1 mas não infectados e em pacientes infectados pelo HIV-1, provenientes da população da região Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edna Maria Vissoci Reiche

    2005-10-01

    Full Text Available The ability to control human immunodeficiency virus type 1 (HIV-1 infection and progression of the disease is regulated by host and viral factors. This cross-sectional study describes the socio-demographic and epidemiological characteristics associated with HIV-1 infection in 1,061 subjects attended in Londrina and region, south of Brazil: 136 healthy individuals (Group 1, 147 HIV-1-exposed but uninfected individuals (Group 2, 161 HIV-1-infected asymptomatic patients (Group 3, and 617 patients with AIDS (Group 4. Data were obtained by a standardized questionnaire and serological tests. The age of the individuals ranged from 15.1 to 79.5 years, 54.0% and 56.1% of the Groups 3 and 4 patients, respectively, were men. The major features of groups 2, 3, and 4 were a predominance of education level up to secondary school (55.8%, 60.2% and 62.4%, respectively, sexual route of exposure (88.4%, 87.0% and 82.0%, respectively, heterosexual behavior (91.8%, 75.2% and 83.7%, respectively, and previous sexually transmitted diseases (20.4%, 32.5%, and 38.1%, respectively. The patients with AIDS showed the highest rates of seropositivity for syphilis (25.6%, of anti-HCV (22.3%, and anti-HTLV I/II obtained by two serological screening tests (6.2% and 6.8%, respectively. The results documenting the predominant characteristics for HIV-1 infection among residents of Londrina and region, could be useful for the improvement of current HIV-1 prevention, monitoring and therapeutic programs targeted at this population.Este estudo transversal descreve as principais características sociodemográficas e epidemiológicas associadas com a infecção pelo HIV-1 em 1.061 indivíduos atendidos em Londrina e região, Sul do Brasil: 136 indivíduos saudáveis (Grupo 1, 147 indivíduos expostos ao HIV-1 mas não infectados (Grupo 2, 161 pacientes infectados pelo HIV-1 assintomáticos (Grupo 3 e 617 pacientes com aids (Grupo 4. Os dados foram obtidos pela aplicação de um

  2. A vulnerabilidade externa decorrente da Posição Internacional de Investimentos e do fluxo de rendas: uma análise da economia brasileira no período 1953-1963

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Van Noije

    2014-12-01

    Full Text Available O objetivo do trabalho é apresentar como a vulnerabilidade externa, na esfera financeira, é afetada pela hipótese de que um dos elos mais importantes da interação entre os fluxos e estoques externos brasileiros está na sua circularidade, ou seja, a Posição Internacional de Investimentos negativa causa uma saída de rendas, e esse fluxo está diretamente relacionado com o aumento do passivo externo. Assim, analisou-se o período 1953-1963 – marcado por uma expressiva industrialização com investimentos estrangeiros (Plano de Metas, num contexto de escassez de divisas –, chegando-se a resultados de que a maior parte (em torno de 67% da elevação do passivo externo líquido do período foi decorrente das rendas líquidas enviadas ao exterior. Também foram apresentados diversos indicadores de endividamento externo que permitiram concluir que a vulnerabilidade externa da economia brasileira, sob a ótica do presente estudo, se deteriorou ao longo do período.

  3. Gestantes HIV positivas e sua não-adesão à profilaxia no pré-natal Mujeres embarazadas con HIV positivo y su non adhesión a la profilaxia en el prenatal HIV positive pregnant women who do not follow the prenatal prophylaxis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petrolina Libana Cechim

    2007-10-01

    Full Text Available Este é um estudo exploratório descritivo com abordagem qualitativa. Investigamos a não-adesão de gestantes portadoras do vírus HIV/AIDS ao tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde no período pré-natal. Os sujeitos desta pesquisa foram sete mulheres soropositivos, que, durante a gestação, não aderiram ao tratamento profilático recomendado. Os dados foram coletados por uma entrevista semi-estruturada. Para a análise dos dados, elaboramos categorias com base nas falas destes sujeitos. Com os resultados, observamos que existe a vulnerabilidade da mulher em realizar a negociação do sexo seguro com o seu parceiro e que associado às baixas condições socio-econômicas, desemprego e falta de afeto, faz com que as mulheres se tornem vítimas do HIV/AIDS.Este es un estudio exploratorio descriptivo con abordaje cualitativo. Se buscó investigar a la no adhesión de las gestantes portadoras del vírus HIV/SIDA al tratamiento preconizado por el Ministério de la Salud en el periodo prenatal. Los sujetos de esta encuesta fueron siete mujeres seropositivas, que durante la gestación, no se adhirieron al tratamiento profiláctico recomendado por el Ministerio de la Salud. Los datos fueron colectados por las autoras del estudio, a través de una entrevista semiestructurada. Para el análisis de los datos, elaboramos categorías desde lo que expresaron estos sujetos. Con los resultados observamos que existe la vulnerabilidad de la mujer en realizar negociación del sexo seguro con su compañero y que asociado a las bajas condiciones socioeconómicas, desempleo y falta de afecto, hace con que las mujeres se conviertan en víctimas del HIV/SIDA.This is an exploratory study based on a qualitative approach. The objective was to investigate why HIV positive pregnant women do not follow the treatment which is recommended by the Health Ministry during the prenatal period. The individuals participating of this investigation were seven HIV

  4. Women victims of sexual violence: adherence to chemoprevention of HIV Mujeres víctimas de la violência sexual: adhesión a la quimioprofilaxia del HIV Mulheres vítimas de violência sexual: adesão à quimioprofilaxia do HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2007-02-01

    ón.O estudo teve como objetivo avaliar a adesão de mulheres vítimas de violência sexual ao tratamento de quimioprofilaxia do HIV. É um estudo quantitativo que teve como lócus o Serviço de Atenção a Pessoas em Situação de Violência Sexual em Salvador (Bahia. Participaram do estudo 172 mulheres. A coleta de dados foi realizada através de entrevista com formulário e consulta aos prontuários. Os resultados mostraram que 45,4% das mulheres violentadas eram adolescentes e o estupro acometeu 40,7% das atendidas. Apenas 54% das mulheres tinham indicação para o uso de anti-retrovirais para a prevenção do HIV. Houve adesão ao tratamento de 57,4% e a taxa de descontinuidade correspondeu a 42,6%. A não-adesão foi atribuída aos transtornos psíquicos e/ou emocionais e à não compreensão do tratamento instituído. Portanto, há necessidade de um olhar atento dos profissionais a fim de perceber as condições que implicarão no aumento da vulnerabilidade das mulheres à infecção.

  5. Guía de ataques, vulnerabilidades, técnicas y herramientas para aplicaciones Web

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Laura Hernández Saucedo

    2015-02-01

    Full Text Available En la actualidad el riesgo para los sistemas informáticos ha aumentado debido a un crecimiento en la complejidad en las tecnologías de la información. Hoy en día cualquier computadora conectada a internet está expuesta a diversas amenazas. Una consecuencia es el aumento en el número de ataques informáticos. Una manera de prevenirlo es actuar anticipadamente, detectando las vulnerabilidades potenciales que pueden ser aprovechadas por los atacantes. De esta manera se disminuye la probabilidad de éxito de los ataques realizados. Este trabajo revisa algunas de las técnicas y herramientas utilizadas actualmente para la detección de vulnerabilidades, se presenta una matriz de trazabilidad entre ataques, vulnerabilidades, técnicas y herramientas que determinarán cuales vulnerabilidades y ataques pueden ser mitigados con la utilización de dichas técnicas y herramientas.

  6. VULNERABILIDAD Y ÉTICA DE LA INVESTIGACIÓN SOCIAL: PERSPECTIVAS ACTUALES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Florencia Santi

    2015-01-01

    Full Text Available El propósito de este artículo es abordar la problemática de la inclusión de personas y grupos vulnerables en las investigaciones sociales. En los últimos años, se ha incrementado la bibliografía dedicada a analizar el concepto de vulnerabilidad en el contexto de la investigación biomédica. No obstante, en el campo específico de la investigación en ciencias sociales sigue siendo un tema escasamente abordado, tanto en la bibliografía especializada como en las guías éticas, a pesar de que muchas investigaciones sociales involucran a personas y grupos sumamente vulnerables. En este artículo se reconstruirá, en primer lugar, cómo ha sido abordado el concepto de vulnerabilidad en los documentos más destacados de bioética y ética de la investigación. Luego, serán presentadas las perspectivas más significativas sobre la vulnerabilidad en ética de la investigación biomédica y social, y se señalarán los alcances y limitaciones de estas. Por último se presentará un concepto de vulnerabilidad que puede ser más adecuado para el análisis ético de las investigaciones sociales que los conceptos actuales.

  7. Vulnerabilidade e sofrimento no trabalho do agente comunitário de saúde no Programa de Saúde da Família Vulnerabilidad y sufrimiento en el trabajo del agente comunitario de salud en el Programa Salud de la Familia Vulnerability and suffering in the work of a community health agent in the Family Health Program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wânia Regina Veiga Martines

    2007-09-01

    Full Text Available A pesquisa, de natureza qualitativa, teve como núcleo de interesse investigativo as representações e as significações que um grupo de Agentes Comunitários de Saúde (ACSs possui acerca das vulnerabilidades para o sofrimento no trabalho a que estão expostos, assim como as próprias manifestações deste sofrimento ao desempenharem suas ações relativas ao Programa de Saúde da Família (PSF.A entrevista semi-estruturada com um grupo de ACSs, explorou o significado de ser ACS e a percepção da organização do trabalho; a análise foi embasada no referencial teórico-metodológico da hermenêutica e nas teorias relacionadas à psicodinâmica do trabalho. Os achados mostram a existência de uma importante vulnerabilidade ao sofrimento, gerada principalmente pela ideação idealizada da própria prática e pela escassa perspectiva de rearranjo dos ingredientes constitutivos da organização do trabalho, já que este profissional depende de fatores alheios ao seu espectro de alcance, que inclui as limitações do modelo assistencial proposto pelo PSF.La investigación, de naturaleza cualitativa, tuvo como centro de interés un grupo de Agentes Comunitarios de Salud (ACSs sobre las vulnerabilidades para el sufrimiento en el trabajo a que están expuestos, al desempeñar sus acciones profesionales en el Programa Salud de la Familia (PSF.La entrevista semi estructurada exploró el significado de ser ACS y la percepción de la organización del trabajo; el análisis fue efectuado con base al referencial teórico-metodológico de la hermenéutica y de las teorías relacionadas a la psicodinámica del trabajo.Los descubrimientos muestran la existencia de una importante vulnerabilidad al sufrimiento, generada principalmente por la creación de las ideas idealizadas de la propia práctica y por la escasa perspectiva de la disposición de los ingredientes constitutivos de la organización del trabajo, siendo que el profesional depende de factores

  8. VULNERABILIDAD SOCIAL MUNICIPAL EN EL ESTADO DE ZACATECAS, MÉXICO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Domingo Cervantes Barragán

    2009-01-01

    Full Text Available Bajo el título de «Vulnerabilidad social municipal en el Estado de Zacatecas, México» el presente trabajo se propone contribuir a la conceptualización teórica del fenómeno de la vulnerabilidad social, la propuesta de posibles dispositivos metodológicos para su abordaje y el trabajo con un caso específico que contribuya a validar teorizaciones y metodologías. El trabajo examina algunas de las aproximaciones al enfoque de la vulnerabilidad poniendo el énfasis principal en la cuestión de los activos, y da una mirada especial al tratamiento del problema en América Latina y el Caribe, para de ahí avanzar hacia el planteamiento de la vulnerabilidad social en el Estado de Zacatecas, México; para cuyo estudio en sus diferentes manifestaciones (aquí se tomó el caso de la vivienda, se construyó un modelo formal basado en el análisis multivariante de conglomerados según el método ward's y por la distancia métrica city block. A partir del análisis realizado se concluye que se concluye que la vulnerabilidad por la vivienda es una medida multicausal del riesgo y peligro de sufrir daño que padecen las personas, los hogares y las comunidades, que no tienen posibilidades de activar eficazmente los activos disponibles y en ocasiones se quedan indefensas, ante el comportamiento de las variables asociadas con el tipo de vivienda, el numero de cuartos de la vivienda y el tipo de propiedad sobre la misma; todo ello acelerado por las condiciones, restricciones y exclusiones que se derivan de la nueva economía de mercado.

  9. Vulnerabilidad a infecciones de transmisión sexual y SIDA en mujeres en situación de desplazamiento forzado. Medellín, Colombia Vulnerabilidade a infecções de transmissão sexual e AIDS em mulheres em situação de deslocamento forçado. Medellín, Colômbia Sexually transmitted diseases and AIDS vulnerability in women in forced displacement situation. Medellin, Colombia.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zulima López Torres

    2010-03-01

    Full Text Available Objetivo:analizar las condiciones de vulnerabilidad social a las in- fecciones de transmisión sexual y SIDA (ITS/VIH/SIDA, en un grupo de mujeres en situación de desplazamiento forzado, que llegan a la ciudad de Medellín (Colombia. Metodología: eestudio cualitativo etnográfico, realizado de abril a agosto de 2008 en la ciudad de Medellín. Se entrevistaron 23 mujeres en diferentes instituciones prestadoras de servicios de salud. Resultados:el rompimiento abrupto de la vida cotidiana, la fragmentación de las redes familiares y sociales, la condición de género, y en algunos casos la violencia sexual antes, durante y después del desplazamiento, se relacionan con una mayor vulnerabilidad a las ITS/VIH/SIDA en la población de estudio. Conclusión:las condiciones de vulnerabilidad a este grupo de enfermedades en las mujeres del estudio se inician antes del momento de la expulsión y están presentes durante y después del desplazamiento.Objetivo: aanalisar as condições de vulnerabilidade social às infecções de transmissão sexual e AIDS (ITS/ HIV/AIDS, num grupo de mulheres em situação de deslocamento forçado, que chegam à cidade de Medellín (Colômbia. Metodologia: estudo qualitativo etnográfico realizado de abril a agosto de 2008 na cidade de Medellín. Entrevistaramse 23 mulheres em diferentes instituições prestadoras de serviços de saúde. Resultados: o rompimento abrupto da vida cotidiana, a fragmentação das redes familiares e sociais, a condição de gênero e, em algumas mulheres, a violência sexual antes, durante e depois do deslocamento, relacionamse com uma maior vulnerabilidade às ITS/HIV/AIDS na população de estudo. Conclusão: as condições de vulnerabilidade a este grupo de doenças nas mulheres de estudo se iniciam antes do momento da expulsão e estão presentes durante e depois do deslocamento.Objective: to analyze the social vulnerability to sexually transmitted diseases and AIDS (STD, AIDS, in a group

  10. Adolescentes com experiência de vida nas ruas: compreendendo os significados da Maternidade e Paternidade em um contexto de vulnerabilidade/desfiliação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Tavares Gontijo

    2007-12-01

    Full Text Available Crianças e adolescentes fazendo das ruas seu espaço de sobrevivência traz à tona o processo de vulnerabilidade social vivenciado por muitas famílias brasileiras marcadas pela situação de miséria, abandono e violência. Nestes grupos Castel (2005 identifica um processo crescente de fragilização e ruptura dos laços que as inserem no trabalho e nas relações sociais que lhes servem de suporte no cotidiano, podendo culminar na situação de desfiliação, tornando os indivíduos supranumerários, uma vez que flutuam na estrutura social sem encontrar um lugar designado. Neste contexto, muitos adolescentes vivenciam a sexualidade e a possibilidade ou a experiência de ser tornarem pais ou mães, baseados nos valores individuais mas também relacionados às limitações e possibilidades subjacentes a estes processos. O objetivo deste estudo foi analisar os significados de maternidade e paternidade para adolescentes com experiência de vida nas ruas, relacionando-os ao processo de vulnerabilidade/desfiliação discutido por Castel. Pesquisa social estratégica realizada em duas instituições não-governamentais que assistem adolescentes em situação de rua no município de Goiânia. Participaram deste estudo 13 adolescentes com idade entre 12 e 17 anos que viviam em situação de rua há pelo menos 6 meses. Os dados, coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas e observação participante, e analisados no Método de Interpretação de Sentidos segundo os temas A Danada da Rua e Pai apóia, mãe é 24hs. De uma forma geral, foi possível identificar como o processo de vulnerabilidade e desfiliação caracteriza e marca a trajetória de vida destes adolescentes. Além disso, que os processos de significação da maternidade e paternidade são impregnados tanto pelo contexto vivenciado, como também por valores relacionados às relações de gênero consideradas tradicionais na sociedade contemporânea. Assim, foi possível identificar

  11. El rostro de la violencia social y estructural: la delincuencia y la pobreza como expresiones distintas de una vulnerabilidad comun

    National Research Council Canada - National Science Library

    Castillo Vargas, Andres; Castro Chaves, Xiomara

    2011-01-01

    ... y delincuencia, y procurar su reconocimiento como manifestaciones de un mismo proceso de vulnerabilidad, que aleja cada vez mas al ser humano del ejercicio pleno de sus derechos y oportunidades...

  12. Aspectos clínicos e o hemograma em crianças expostas ao HIV-1: comparação entre pacientes infectados e soro-reversores Clinical aspects and complete blood counts in children exposed to HIV-1: comparison between infected patients and seroreverters

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elianete B. Silva

    2001-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar evolutivamente aspectos clínicos e hematológicos de crianças expostas à transmissão vertical do HIV-1 e comparar as que se infectaram com aquelas que não se infectaram, ou soro-reversoras. MÉTODOS: trata-se de estudo prospectivo, descritivo, longitudinal. Foram analisadas 79 crianças, filhas de mães infectadas pelo HIV-1, sob seguimento entre março de 1996 a novembro de 1997, no Ambulatório de Imunodeficiência do Hospital de Clínicas da Unicamp. RESULTADOS: houve comprometimento pôndero-estatural em ambos os grupos, sendo maior nos soro-reversores. No grupo das crianças infectadas, 23 mães não fizeram terapia com AZT na gestação, 16 pacientes (61,5% foram amamentados ao seio, quatro foram classificadas na categoria clínica N, sete na A, e 15 na B. Manifestações clínicas antes de um ano de idade ocorreram em 18 lactentes (69,2%. Anemia se manifestou em 73,1% das crianças infectadas, e em 41,5% das com soro-reversão (P OBJECTIVE: to analyze the evolution of clinical and hematological aspects of children exposed to the vertical transmission of HIV-1, comparing infected patients with uninfected ones or seroreverters. METHODS: prospective, descriptive, longitudinal study. We analyzed 79 children born from HIV-1 infected mothers, under clinical follow up from March, 1996 until November, 1997, at the Immunodeficiency division of the Hospital de Clínicas da Unicamp (State University Hospital of Campinas. RESULTS: failure to thrive was observed in both groups, but was greater among seroreverters. Among the infected children, 23 mothers did not use AZT during pregnancy, 16 of them (61.5% had been breastfed, four were classified into clinical category N, seven into A and fifteen into B. Clinical manifestations in patients younger than one year were seen in 18 infected children (69.2%. Anemia was observed in 73.1% of the infected group and in 41.5% of the seroreverters (P < 0.008. The comparison between the

  13. O aleitamento materno na perspectiva da vulnerabilidade programática e do cuidado La lactancia materna desde la perspectiva de la vulnerabilidad programática y de cuidado Breastfeeding from the perspective of programmatic vulnerability and care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres

    2013-06-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi analisar criticamente, com base em experiências e reflexões narradas por profissionais de saúde, ações, situações e decisões que envolvem o aleitamento materno no âmbito dos serviços de saúde, examinando aspectos que favorecem ou restringem possibilidades de amamentação. Estudo qualitativo, baseado no quadro conceitual da vulnerabilidade e do cuidado em saúde, utilizou grupos focais e entrevistas com 25 profissionais participantes do Comitê de Aleitamento Materno, em Londrina, Paraná, Brasil. O material produzido foi elaborado de forma compreensivo-interpretativa, com foco nas questões que envolvem o processo de amamentar, seus caminhos e decisões. O estudo traz elementos para entender que a maneira como as mães e famílias lidam com o aleitamento materno está ligada ao modo como as práticas estão organizadas e com os aspectos individuais e sociais, demandando integração entre saberes práticos e técnico-científicos. Retrata a complexidade do cuidado em saúde da mulher e da criança, possibilitando uma aproximação mais rica ao cotidiano da assistência e das estratégias adotadas.El objetivo del estudio, basado en las experiencias de los profesionales de la salud, fue analizar críticamente las acciones, situaciones y decisiones que implican la lactancia materna en los servicios de salud, los aspectos que generan o limitan las posibilidades de lactancia. Se trata de un estudio cualitativo, basado en la teoría conceptual de la vulnerabilidad y el cuidado a la salud. Los datos se obtuvieron por grupos focales y entrevistas, incluyendo a 25 profesionales del comité de lactancia materna en Londrina, Paraná, Brasil. Los datos se analizaron con un enfoque global e interpretativo, centrándose en cuestiones que involucran la práctica de la lactancia materna, sus circunstancias y decisiones. El estudio resalta elementos, con el fin de comprender la manera en la que las madres y familias afrontan

  14. Sexual and reproductive health of women living with HIV in Southern Brazil Salud sexual y reproductiva de mujeres viviendo con VIH en el sur de Brasil Saúde sexual e reprodutiva de mulheres vivendo com HIV no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Riva Knauth

    2013-03-01

    ón por el VIH, son bastante diferenciados cuando consideramos la franja de edad, lo que implica acciones específicas de atención en los servicios de salud.Estudo transversal que analisou o comportamento, em termos de saúde sexual e reprodutiva, adotado pelas mulheres vivendo com HIV, segundo a faixa etária, na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A amostra foi constituída por 691 mulheres. Foram observadas diferenças quanto ao número de gestações e filhos. O uso de drogas ilícitas durante a vida foi mais frequente na faixa dos 18 aos 34 anos, e a prática de sexo por dinheiro foi mais frequente entre as mulheres de 18 a 29 anos. As mulheres vivendo com HIV atendidas nos serviços públicos especializados no Sul do Brasil apresentam um perfil socioeconômico e de comportamento sexual que não corresponde ao padrão tipicamente identificado no processo de feminização da epidemia, no qual se destacam, particularmente, mulheres pobres, com baixa escolaridade e baixo número de parceiros sexuais. O estudo fornece evidências de que alguns fatores que caracterizam a vulnerabilidade das mulheres à infecção pelo HIV são bastante diferenciados quando consideramos a faixa etária, o que implica em demandas específicas de atenção nos serviços de saúde.

  15. Vulnerabilidade e envelhecimento no contexto da saúde Vulnerabilidad y envejecimiento en el contexto de la salud Vulnerability and aging in the health context

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Aparecida Paz

    2006-09-01

    Full Text Available O envelhecimento da população associa-se a importantes transformações sociais e econômicas, bem como à mudança no perfil epidemiológico e, conseqüentemente, nas demandas dos serviços de saúde. Nessa perspectiva, realizou-se este estudo, buscando, a partir da pesquisa bibliográfica das áreas temáticas envelhecimento e vulnerabilidade, identificar os elementos que contribuem para a vulnerabilidade individual, social e programática das pessoas idosas. Realizou-se uma incursão pela literatura, sendo selecionadas as bibliografias temáticas para envelhecimento e vulnerabilidade. Com a visão abrangente, apropriada desses conceitos, é possível propor uma reconstrução ampliada e reflexiva das práticas em saúde relacionadas à prevenção de agravos e promoção da saúde, visto que os problemas-alvo são as suscetibilidades populacionais que demandam respostas sociais e profissionais.El envejecimiento de la población se asocia a importantes transformaciones sociales y económicas así como también a importantes cambios en el perfil epidemiológico y consecuentemente, en las demandas de los servicios de salud. En esa perspectiva, se realizó un estudio, buscando identificar a partir de la investigación bibliográfica de las áreas temáticas envejecimiento y vulnerabilidad, los elementos que contribuyen a la vulnerabilidad individual, social y programática de las personas ancianas. Se incursionó en la literatura, siendo seleccionadas las bibliografías temáticas para envejecimiento y vulnerabilidad. Con la visión amplia, apropiada de esos conceptos, es posible proponer una reconstrucción reflexiva de las prácticas en salud relacionadas a la prevención de afecciones y promoción de la salud, dado que los problemas blanco son las susceptibilidades poblacionales que demandan respuestas sociales y profesionales.The aging of the population is associated with important social and economic changes, as well as with changes in the

  16. Sobre a vulnerabilidade socioeconômica e civil: Estados Unidos, França e Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kowarick Lúcio

    2003-01-01

    Full Text Available O artigo analisa a evolução do debate acerca da vulnerabilidade socioeconômica nos Estados Unidos e na França, com comentários finais sobre a atualidade brasileira. No caso norte-americano, a discussão é abertamente política-ideológica - culpar ou não as vítimas por sua situação de marginalização e anomia - e centra-se em torno do conceito de underclass, o que leva alguns autores a responsabilizar os programas de bem-estar no fomento da ociosidade e desorganização familiar. No caso francês, ao contrário, seguindo a tradição republicana, os diagnósticos e as propostas enfatizam a necessidade de uma forte presença estatal, que deve fornecer os meios de (re inserção dos grupos marginalizados. A polêmica se dá em torno dos conceitos de exclusão social e desafiliação. O ensaio não visa realizar um balanço crítico da literatura, mas, a partir de obras seminais, mostrar os parâmetros que essa problemática teórica e empírica adquire em função das especificidades de cada ambiente político nacional; daí as observações finais sobre a sociedade brasileira.

  17. AMENAZA, VULNERABILIDAD Y SOCIEDADES URBANAS UNA VISIÓN DESDE LA DIMENSIÓN INSTITUCIONAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    CHARDON ANNE CATHERINE

    2010-05-01

    Full Text Available Hoy en día, el desarrollo, ojalá sostenible, de los hábitats urbanos no puede abstraerse de condiciones intrínsecas de amenazas de origen natural, puesto que la expansión territorial de las urbes, sobre todo en los países en vía de desarrollo, obliga a la colonización de espacios cada vez más peligrosos, generando situaciones complejas de vulnerabilidad. Después de exponer la evolución conceptual de la noción de vulnerabilidad, el presente escrito pretende analizarla desde una dimensión particular, la dimensión institucional, la cual representa el factor fundamental a considerar en el momento de analizar una sociedad vulnerable.

  18. Vulnerabilidad corporal, coalición y la política de la calle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Judith Butler

    2017-01-01

    Full Text Available Desde una postura feminista, el artículo aborda el tema del activismo político a partir del tema de la vulnerabilidad corporal y la movilización de cuerpos en las prácticas de resistencia. El enfoque que utiliza, parte del reconocimiento de la vulnerabilidad como una condición precon- tractual de las relaciones humanas que señala la interdependencia social. A partir de algunos ejemplos de movilización social contemporáneos, resalta la importancia de reconocer la pre- cariedad compartida y luchar en alianza contra ésta, como forma de construir vidas dignas de vivir, frente al tipo de poder que desecha ciertos cuerpos y poblaciones.

  19. ASPECTOS METODOLÓGICOS PARA ABORDAR LA VULNERABILIDAD SOCIODEMOGRÁFICA EN ZACATECAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antonio Elías

    2009-01-01

    Full Text Available El trabajo es parte de una investigación que intenta dilucidar la relación entre las políticas públicas implementadas en el actual sistema económico preponderantemente neoliberal y la vulnerabilidad sociodemográfica, entendida esta como un evento multicausal que afecta las condiciones de desarrollo de la población en general, en distintos niveles, claro está. Esta parte de la investigación se remite a la determinación metodológica de cómo la vulnerabilidad sociodemográfica afecta a la población en el estado de Zacatecas, México, y puede servir como base para continuar con el debate en torno a la pérdida de las condiciones de desarrollo dentro del entorno actual.

  20. LA INCUESTIONABILIDAD DEL RIESGO: VULNERABILIDAD SOCIAL Y RIESGO SÍSMICO EN MUNICIPIOS TURÍSTICOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Aledo

    2015-01-01

    Full Text Available Los estudios sobre la vulnerabilidad social han ampliado la gestión de los riesgos naturales tradicionalmente direccionada a la amenaza natural y soluciones tecnológicas. Sin embargo la visión dominante se mantiene hegemónica sin un análisis adecuado de las causas que originan vulnerabilidad social.Este artículo propone un nuevo argumento, organizado en torno al concepto de la incuestionabilidad del riesgo, entendido como la incapacidad cultural y política de objetar el modelo socioeconómico imperante en donde residen las causas de fondo productoras de riesgo. Para concretar el concepto, a modo de ejemplo, se analizan el Plan de Actuación Municipal frente al Riesgo Sísmico de la ciudad de Torrevieja.

  1. VULNERABILIDADE E RISCO SOCIAL: PRODUÇÃO DE SENTIDOS NO CAMPO SOCIOASSISTENCIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Najara Lourenço dos Santos

    2014-06-01

    Full Text Available Resumo: O artigo é uma análise preliminar de uma etapa da pesquisa "Entre as práticas psicológicas e as políticas públicas de assistência social", que objetiva compreender as expressões “vulnerabilidade social” e “risco social”, que emergem em vários documentos da assistência social, bem como pensar como estes se articulam, a partir de observações assistemáticas no campo socioassistencial. A análise dos documentos mostra que, inicialmente, as expressões “vulnerabilidade” e “risco social” apareciam de forma indiscriminada para referir-se às famílias pobres. Desde 2008, a expressão “vulnerabilidade social”, embora apareça como um conceito complexo, continua a ser uma forma de caracterizar as famílias destinatárias da proteção social básica. Se a situação de vulnerabilidade social das famílias for agravada, estas passam a ser caracterizadas como famílias em situação de risco, destinatárias da proteção social especial. Já nas observações de campo, o conceito de vulnerabilidade social é estranho às usuárias da proteção social básica, pois, em sua maioria, desconhecem o termo, tornando evidente que a expressão tem servido mais como uma caracterização e classificação das famílias que necessitam da assistência social, sem que estas realmente se percebam nessa situação.

  2. A vulnerabilidade das instituições de ensino superior à corrupção

    OpenAIRE

    2013-01-01

    O texto analisa o fenómeno da corrupção nas instituições de ensino superior, tomando como conceito operatório a vulnerabilidade. Identificam-se os tipos de corrupção que afectam as instituições e adverte-se para a invasão generalizada do fenómeno.

  3. Vulnerabilidad sísmica del componente organizativo y funcional de grandes hospitales

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Morales-Soto

    2008-04-01

    Full Text Available Las comunidades viven confiadas en la seguridad física y funcional de los hospitales particularmente en las situaciones de desastres, hoy conocemos las debilidades que estos pueden ocultar. En este artículo se revisan los efectos de los terremotos sobre los hospitales, el desarrollo del concepto de hospital seguro y los estudios de vulnerabilidad sísmica de hospitales en el Perú.

  4. VULNERABILIDADE, ADAPTAÇÃO E RISCO NO CONTEXTO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael D'Almeida Martins

    2012-01-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo es presentar una revisión conceptual y analítica de la literatura sobre vulnerabilidad, adaptación y riesgo en la discusión de la variabilidad y el cambio climático, que pueden servir para apoyar el análisis de amenazas climáticas diferentes. Después de la introducción, el documento comienza con una distinción entre las perspectivas sobre la vulnerabilidad natural y social y sus interfaces con la noción de riesgo en el contexto geográfico, poniendo de relieve la confusión, superposición y las diferentes estrategias conceptuales y metodológicas para abordar estas cuestiones. Este debate sirve como base para introducir la discusión sobre la adaptación y la adaptabilidad en un contexto más amplio dado por las diferentes formas de vulnerabilidad al cambio climático. Basado en estudios previos disponibles en la literatura internacional sobre el tema, los riesgos y peligros del cambio climático son clasificados y analizados a cabo del reto de las ciudades brasileñas adaptarse a estos cambios, no sólo destacando las conexiones entre la capacidad de adaptación y la vulnerabilidad sino también su dependencia de los riesgos climáticos. Adaptación al cambio climático se verá influido por los procesos externos, que requieren una consideración amplia de eses factores y obstáculos, y para determinar el tamaño y la escala múltiple de la capacidad de adaptación de la sociedad.

  5. Sem mágicas soluções: a prevenção e o cuidado em HIV/ AIDS e o processo de emancipação psicossocial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Paiva

    Full Text Available Este texto discute a necessidade de politizar os espaços psicoeducativos e propõe a noção de "emancipação psicossocial" como uma das referências para aprofundar a operacionalização da noção de vulnerabilidade no campo da prevenção de novas infecções pelo HIV e da organização do cuidado dos portadores. Refletindo sobre ações para a adesão aos medicamentos e ao preservativo, sugere que a prevenção ao HIV deve superar modelos pensados para cidadãos "HIV negativos" e que se radicalize o continuum prevenir-assistir. Para tanto, é urgente: considerar os fatos acumulados no campo da análise cultural e da pesquisa psicossocial no planejamento e organização de ações de prevenção e de assistência aos portadores, incorporando, por exemplo, as noções da construção social opressiva de dois gêneros, masculino e feminino; superar a noção de "indivíduo-consumidor" (de serviços, programas educativos, preservativos e medicação receitados, de comportamentos e práticas seguras a serem treinadas; estimular a renovação das ações de prevenção e cuidado. Trabalhar com a noção de "indivíduo sujeito-cidadão", co-participante de espaços psico-educativos que têm como horizonte a emancipação psicossocial, pode aumentar a qualidade das ações de prevenção e cuidado integral em HIV e AIDS, incluindo "todos" os brasileiros segundo o contexto sócio-cultural de "cada um", homens e mulheres, positivos ou negativos.

  6. Sem mágicas soluções: a prevenção e o cuidado em HIV/ AIDS e o processo de emancipação psicossocial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Paiva

    2002-08-01

    Full Text Available Este texto discute a necessidade de politizar os espaços psicoeducativos e propõe a noção de "emancipação psicossocial" como uma das referências para aprofundar a operacionalização da noção de vulnerabilidade no campo da prevenção de novas infecções pelo HIV e da organização do cuidado dos portadores. Refletindo sobre ações para a adesão aos medicamentos e ao preservativo, sugere que a prevenção ao HIV deve superar modelos pensados para cidadãos "HIV negativos" e que se radicalize o continuum prevenir-assistir. Para tanto, é urgente: considerar os fatos acumulados no campo da análise cultural e da pesquisa psicossocial no planejamento e organização de ações de prevenção e de assistência aos portadores, incorporando, por exemplo, as noções da construção social opressiva de dois gêneros, masculino e feminino; superar a noção de "indivíduo-consumidor" (de serviços, programas educativos, preservativos e medicação receitados, de comportamentos e práticas seguras a serem treinadas; estimular a renovação das ações de prevenção e cuidado. Trabalhar com a noção de "indivíduo sujeito-cidadão", co-participante de espaços psico-educativos que têm como horizonte a emancipação psicossocial, pode aumentar a qualidade das ações de prevenção e cuidado integral em HIV e AIDS, incluindo "todos" os brasileiros segundo o contexto sócio-cultural de "cada um", homens e mulheres, positivos ou negativos.

  7. Sexualidade, prazeres e vulnerabilidade: implicações educativas Sexuality, pleasures and vulnerabilities: educational implications

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dagmar E. Estermann Meyer

    2007-12-01

    Full Text Available Nas culturas ocidentais em que vivemos, de forma muito mais intensa e explícita do que em outras épocas, o amor e a sexualidade têm sido significados como dimensões indissociáveis da vida humana. A sua realização prazerosa tem sido apresentada não apenas como um direito de todos os seres humanos, mas como um imperativo ao qual todos/as estamos submetidos e a partir do qual somos valorados, classificados e posicionados como mais ou menos bem-sucedidos e saudáveis. Nesse sentido, é importante destacar toda uma discursividade que reitera, todos os dias, que ser feliz envolve, dentre outras coisas, o trabalho, o amor e a vivência plena da sexualidade; e que alguns dos ingredientes importantes para garantir a felicidade e o prazer, nesses domínios, seriam, justamente, "sair da rotina", "inovar", "experimentar sensações novas" - é só dar uma folheada em livros de auto-ajuda, em revistas e nos vários programas de TV direcionados para o tema e voltados, de forma intensa, para os/as jovens. Tomando como referência esse contexto cultural e ancorando-se em vertentes dos estudos de gênero e culturais pós-estruturalistas, o presente artigo sinaliza para os desafios que se colocam para educadores e educadoras que se dispõem a trabalhar temas vinculados a gênero e sexualidade, na escola, na ótica da vulnerabilidade.In the western cultures we live, more explicit and acutely than in other times, love and sexuality has been signified as inseparable dimensions of human life. Their pleasurable realization has been presented not only as a right of all human beings but as an imperative under all of us are submitted. We are valuated, classified and ranked as more or less wealthy and healthy through these imperatives. In this regard, it is important to detail a discourse that reiterates, every day, that being happy involves, among other things, work, love and complete realization of happiness. Some of the most important ingredients to assure

  8. AO Psc time keeping

    Science.gov (United States)

    Bonnardeau, Michel

    2015-07-01

    Eleven seasons, from 2004 to 2014, of photometric monitoring of the intermediate polar AO Psc are presented and are compared with previous observations. The spin up of the white dwarf is found to be slowing down. The amplitudes of the modulated and non-modulated components of the brightness are found to have undergone a major change in 2007.

  9. Consumidor de la vulnerabilidad y la exposición del público en Internet

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthia Obladen de Almendra Freitas

    2016-06-01

    Full Text Available El artículo trata del usuario de Internet y de las redes sociales que ante el Código de Defensa del Consumidor se equipara al consumidor y, por lo tanto, cuestiona la exposición pública de este usuario que hizo crecer la vulnerabilidad del consumidor. El individuo es él mismo, sin embargo la actuación es distinta y compleja, ya que cuanto mayor sea la exposición, mayor es la vulnerabilidad y, por consiguiente, cómo esperar que este usuario-consumidor se porte de manera consiente ante lo que revela de sí mismo. El artículo presenta todavía una visión de la realidad brasileña y española en lo que concierne a la sociedad de exposición. Finalmente son analizados los mecanismos de recomendación utilizados por los sitios web y las redes sociales para influenciar el poder de decisión del consumidor. Se concluye, que el exceso de información se junta al exceso de exposición, y este enlace se fortalece a medida en que la vulnerabilidad del consumidor aumenta.

  10. ONGs, vulnerabilidade juvenil e reconhecimento cultural: eficácia simbólica e dilemas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Artur Malvasi

    Full Text Available A busca pelo reconhecimento cultural como estratégia no enfrentamento da vulnerabilidade entre jovens tornou-se predominante entre as ONGs (organizações não governamentais brasileiras. Após dez anos de crescimento desta forma de ação, analisamos sua eficácia simbólica e seus dilemas. O artigo debate, inicialmente, conceitos e práticas envolvidas nesse cenário. Em seguida, volta-se para o campo das ONGs brasileiras que atuam com jovens em situação de vulnerabilidade, por meio de atividades artísticas e culturais, com o intuito de reconhecer os elementos simbólicos presentes neste contexto. Apresenta-se, ainda, um estudo de caso sobre a experiência de uma delas e destaca-se um dilema comum às ações das ONGs no enfrentamento da vulnerabilidade juvenil: o de conciliar as ações de caráter cultural que valorizam o repertório particular dos jovens de classes populares com a viabilização do acesso a estruturas e recursos básicos dos quais estão afastados.

  11. La vulnerabilidad laboral de los extranjeros en España

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Concepción CARRASCO CARPIO

    2015-01-01

    Full Text Available Este artículo analiza la vulnerabilidad de los extranjeros en el mercado de trabajo español, para ello utiliza las principales fuentes estadísticas en España. Este trabajo profundiza en las tendencias (especialmente en el período de crisis 2008-2012 y los determinantes de la vulnerabilidad de los trabajadores extranjeros, en especial los no comunitarios. El incremento de las tasas de paro de los trabajadores extranjeros, la pérdida de biografía ocupacional, una gran distancia entre los salarios de españoles y extranjeros y, por último, mayores dificultades para obtener ingresos, constituyen las tendencias principales. De otro lado, la concentración en trabajos de menor cualificación, una mayor tasa de temporalidad contractual, la rigidez normativa y el descenso en el poder de negociación de los españoles, constituyen causas de la mayor vulnerabilidad de los extranjeros en España.

  12. Operacionalização do conceito de vulnerabilidade à tuberculose em alunos universitários Functioning of the concept of vulnerability to tuberculosis amongst university students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alba Idaly Muñoz Sánchez

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi identificar aspectos que caracterizam a vulnerabilidade à tuberculose em moradores do Conjunto Residencial da Universidade de São Paulo (CRUSP. A população do estudo foi conformada por uma amostra estatisticamente significativa dos alunos universitários. Os dados relativos à vulnerabilidade individual foram coletados junto aos alunos no período de outubro a novembro de 2002. O referencial teórico para analisar a questão da tuberculose está pautado no quadro teórico de vulnerabilidade. A amostra totalizou 106 alunos, sendo 69,8% de graduação e 30,2% de pós-graduação. A proporção de migrantes (internos e externos alcançou 43,4%. Sobre o conhecimento da tuberculose, 84 estudantes (79,2% responderam que sabiam o que era tuberculose e 79 (74,5% responderam que a doença tinha cura. Cerca de 60 (56,6% sabiam qual é o agente causal da doença e 72 (67,9% referiram já ter ouvido falar sobre a doença, sendo que para 5 (6,9% isso havia ocorrido em instituições de saúde. Indagou-se se sabiam onde recorrer para fazer exames para verificar a presença da enfermidade; 48 (45,3% responderam desconhecimento. Identifica-se a vulnerabilidade desses alunos, principalmente tendo em vista que constituem um grupo aparentemente diferenciado, pois em tese teriam condições mais favoráveis para acessar a informação a respeito da doença.The objective of this study was to identify aspects that characterize the vulnerability to tuberculosis in resident students at the Residential Rooms of the University of Sao Paulo (CRUSP. The data relative to individual vulnerability were collected by using a questionnaire during the period of October to November, 2002. The theoretical reference and the interpretation frame to analize the issue of tuberculosis were given in the theorethical frame of vulnerability .The study sample completed 106 students being 69.8% graduated students and 30.2% postgraduated students. The

  13. Construção e validação de um índice de vulnerabilidade socioambiental para a vigilância e gestão de desastres naturais no Estado do Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphael Mendonça Guimarães

    2014-10-01

    Full Text Available As inundações representam aproximadamente 40% do total de desastres naturais ocorridos em todo o mundo, são consideradas, portanto, um importante problema de saúde pública. Embora as inundações constituam um problema global, dados da Estratégia Internacional de Redução de Desastres revelam que quase a totalidade dos óbitos ou afetados concentram-se em países em desenvolvimento. Presume-se que, embora tenham causas naturais, as consequências das inundações envolvem também questões sociais. Para tentar predizer o grau de vulnerabilidade de uma localidade na ocorrência de desastres naturais, foi desenvolvido neste trabalho um índice socioambiental. Para tanto, usou-se análise multivariada, envolvendo análise fatorial e variáveis demográficas, sociais e ambientais. O índice foi aplicado nos municípios do estado do Rio de Janeiro e comparado aos números oficiais da Defesa Civil. Os resultados encontrados sugerem que o índice proposto atende a expectativa de predizer a vulnerabilidade da população local.

  14. Vulnerabilidade das crianças com necessidades especiais de saúde: implicações para a enfermagem Vulnerabilidad de los niños con necesidades especiales de atención médica: implicaciones para enfermería Vulnerability of children with special health care needs: implications for nursing

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andressa da Silveira

    2012-12-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória que objetivou descrever a vulnerabilidade das crianças com necessidades especiais de saúde para o cuidado e manutenção da vida no cotidiano. Os sujeitos foram 10 familiares/cuidadores de crianças em uma unidade de internação pediátrica de um hospital de ensino. Os dados foram produzidos por meio do método criativo e sensível, mediado pelas dinâmicas de criatividade e sensibilidade e submetidos à análise de discurso francesa. Os resultados apontaram que as crianças possuem vulnerabilidade individual, social e programática traduzidas pela sua fragilidade clínica, a dificuldade de acesso aos serviços de saúde e a inexistência de políticas públicas específicas. Recomenda-se a reestruturação do sistema de referência e contrarreferência, programas e políticas públicas de saúde específicas para essa clientela. Para isso, torna-se relevante que os profissionais de enfermagem proporcionem, aos familiares/cuidadores, momentos de escuta, reconhecendo na subjetividade do cuidado desenvolvido pelo familiar no domicílio.Estudio cualitativo descriptivo y exploratorio que tuvo como objetivo describir la vulnerabilidad de los niños con necesidades especiales de salud para el cuidado cotidiano. Los sujetos fueron 10 familiares/cuidadores de niños en una unidad de pediatría de un hospital universitario. Los datos se produjeron por medio del método creativo y sensible a través de la dinámica de la creatividad y sensibilidad y sometidos al análisis francés del discurso. Los resultados mostraron que los niños tienen vulnerabilidad individual, social, y programática traducidas por su fragilidad clínica, la dificultad de acceso a los servicios de salud y la falta de políticas específicas. Se recomienda la reestructuración del sistema de referencia y contrarreferencia, los programas y las políticas públicas de salud para que estos niños. Es importante que los

  15. Caracterização de idosos internados em enfermaria de pronto-socorro quanto à vulnerabilidade social e programática Caracterización de los ancianos internados en enfermería de urgencias sobre la vulnerabilidad social y programática Characterization of older individuals hospitalized in an emergency ward as regards social and programmatic vulnerability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hellen Cristina Sthal

    2010-12-01

    Full Text Available O aumento da população idosa acarretará grandes transformações socioeconômicas, repercutindo diretamente no setor saúde. O estudo objetivou caracterizar idosos hospitalizados quanto aos aspectos de vulnerabilidade social e programática. Trata-se de estudo quantitativo, realizado na Enfermaria de Adultos do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas de Botucatu - UNESP. Os dados foram coletados no período de maio a outubro de 2009, por meio de entrevistas e de informações constantes nos prontuários. A amostra foi constituída por 71 sujeitos, a média de idade foi de 74,30 anos, a maioria dos indivíduos reside com algum familiar e possui vínculo com um serviço de saúde, mas apenas oito frequentam alguma associação comunitária ou outro recurso de lazer social. Urge que o cuidado integralizado seja uma realidade no atendimento ao idoso, utilizando uma abordagem individual centrada na pessoa, e não na doença, atentando para suas vulnerabilidades e respeitando sua autonomia e dignidade.El aumento de la población anciana causará grandes transformaciones socioeconómicas y repercutirá directamente en el sector de la salud. El estudio pretendió caracterizar ancianos hospitalizados en cuanto a los aspectos de vulnerabilidad social y programática. Se trata de un estudio cuantitativo, realizado en la Enfermería de Adultos de Urgencias del Hospital de Clínicas de Botucatu - UNESP. Se compilaron los datos en el período de mayo a octubre de 2009, por medio de entrevistas y de informaciones constantes en los expedientes. La muestra fue constituida por 71 sujetos, el promedio de edad fue de 74,30 años, la mayoría de los individuos viven con algún familiar y tienen vínculo con un servicio de salud, pero solamente ocho frecuentan alguna asociación comunitaria u otro recurso de ocio social. Hace falta que el cuidado integrado sea una realidad en la atención al anciano y que utilice un enfoque individual centrado en la persona, y no

  16. Aspectos clínicos e o hemograma em crianças expostas ao HIV-1: comparação entre pacientes infectados e soro-reversores

    OpenAIRE

    Silva,Elianete B.; Grotto,Helena Z. W.; Maria Marluce S. Vilela

    2001-01-01

    OBJETIVO: analisar evolutivamente aspectos clínicos e hematológicos de crianças expostas à transmissão vertical do HIV-1 e comparar as que se infectaram com aquelas que não se infectaram, ou soro-reversoras. MÉTODOS: trata-se de estudo prospectivo, descritivo, longitudinal. Foram analisadas 79 crianças, filhas de mães infectadas pelo HIV-1, sob seguimento entre março de 1996 a novembro de 1997, no Ambulatório de Imunodeficiência do Hospital de Clínicas da Unicamp. RESULTADOS: houve comprometi...

  17. Vulnerabilidade de puérperas na visão de Equipes de Saúde da Família: ênfase em aspectos geracionais e adolescência Vulnerabilidad de puérperas en la visión de Equipos de Salud de la Familia: énfasis en aspectos generacionales y adolescencia Women's vulnerability in the puerperium from the view of Family Health Teams: emphasis on generational aspects and adolescence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Beheregaray Cabral

    2010-06-01

    Full Text Available O artigo analisa o destaque conferido por profissionais de Equipes de Saúde da Família (ESFs ao puerpério na adolescência como um período em que as mulheres estão particularmente vulneráveis. A especial vulnerabilidade de puérperas na idade da adolescência é justificada em função de modos adolescentes de viver a vida, revelando uma tendência à naturalização do fenômeno da adolescência. A análise traz alguns dos resultados de um estudo qualitativo realizado com ESFs de Santa Maria, RS, desenvolvido por meio de grupos focais, cujos dados foram submetidos à análise de conteúdo temática. Este estudo contribui para o trabalho dos profissionais de saúde, no sentido de indicar e dar visibilidade às circunstâncias e elementos implicados na produção da vulnerabilidade de adolescentes no puerpério. Os resultados sugerem a necessidade de reorientação das práticas de educação e promoção da saúde das ESFs dirigidas a puérperas adolescentes, para além do componente informativo, e a incorporação da perspectiva da vulnerabilidade no planejamento destas ações.El artículo analiza el énfasis otorgado por profesionales de Equipos de Salud de la Familia (ESFs al puerperio en la adolescencia, como un período durante el cual las mujeres están particularmente vulnerables. La especial vulnerabilidad de las puérperas adolescentes se justifica en función del modo adolescente de vivir la vida, revelando una tendencia a la naturalidad del fenómeno de la adolescencia. El análisis incluye algunos de los resultados de un estudio cualitativo realizado con ESFs de Santa María, RS, desarrollado a través de grupos focales, cuyos datos fueron sometidos al análisis de contenido temático. Este estudio contribuye con el trabajo de los profesionales de la salud, en el sentido de indicar y poner de manifiesto las circunstancias y elementos implicados en la generación de vulnerabilidad de las adolescentes puérperas. Los resultados

  18. Pobreza e HIV/AIDS: aspectos antropológicos e sociológicos Poverty and HIV/AIDS: anthropological and sociological aspects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Richard Parker

    2000-01-01

    Full Text Available A partir da perspectiva das várias epidemias de HIV/AIDS que coexistem em mesmo espaço, bem como dos dados epidemiológicos do Brasil, acredita-se serem observáveis as variações já descritas alhures - feminilização, pauperização, juvenilização e interiorização - como resultado das profundas desigualdades da sociedade brasileira. Foram examinadas as contribuições de três vertentes de análise dos aspectos sócio-econômicos da AIDS: 1 pesquisas e teorias sociológicas a respeito do impacto da reestruturação econômica e transformação social global recentes e sua relação com a saúde pública; 2 literatura transcultural e transnacional em antropologia e sociologia dedicada aos fatores estruturais que conformam o curso da epidemia em diferentes conjunturas; e 3 corpo de pesquisas antropológicas e sociológicas concernentes aos efeitos sinérgicos do HIV/AIDS, exclusão social, e problemas sociais associados nos bolsões de extrema pobreza encontrados nas grandes cidades de países centrais. Conclui-se que as políticas de prevenção do HIV/AIDS devem abordar, de forma integrada, as várias dimensões que determinam as diferenciadas vulnerabilidades à epidemia, dependendo, portanto, de transformações sociais substantivas.Focusing on the HIV/AIDS epidemic as a summation of several epidemics coexisting in the same space and drawing on Brazilian epidemiological data, we argue that the epidemic there shows variations already described elsewhere, such as feminization, pauperization, juvenization and interiorization, as a result of the deep inequalities characteristic of Brazilian society. We then examine the contributions of three bodies of sociological and anthropological literature related to HIV/AIDS: 1 sociological research and theory on the impact of recent global economic restructuring and social transformation, and its relationship to public health issues; 2 the cross-cultural and cross-national anthropological and

  19. Consulta de enfermagem ao paciente com HIV: perspectivas e desafios sob a ótica de enfermeiros Consulta de enfermería al paciente con VIH: perspectivas y desafíos bajo la perspectiva de enfermeros Nursing consultation for patient with HIV: perspectives and challenges from nurses'view

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simara Moreira de Macêdo

    2013-04-01

    Full Text Available Busca-se analisar como a consulta de enfermagem é desenvolvida por enfermeiros que atuam em Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS no município de Fortaleza-CE. Estudo exploratório e descritivo, com abordagem qualitativa, que utilizou a análise de conteúdo como técnica de análise dos dados. Para realização da consulta de enfermagem, a escuta foi relatada pelos enfermeiros como o principal mecanismo que possibilita a construção de relação de empatia e confiança com o paciente, possibilitando a manifestação de dúvidas, temores e anseios. Possibilita também a propagação de informações e orientações acerca da patologia, assim como a convocação do sujeito para uma participação ativa no processo de cuidado, buscando conscientizá-lo acerca da importância da adesão ao tratamento medicamentoso. A consulta de enfermagem configura-se como um momento educativo oportuno para a troca de saberes e estreitamento de laços.El estudio objetivó analizar como la consulta de enfermería es percibida por las enfermeras de un ambulatorio especializado en VIH / SIDA en Fortaleza-CE. Estudio exploratorio y descriptivo, con abordaje cualitativo, en que se utilizó el Análisis de Contenido como técnica para análisis de los datos. Para llevar a cabo la consulta de enfermería, la escucha fue reportada por los enfermeros como el principal mecanismo, por les permitir construir una relación de confianza y empatía con el paciente, permitiendo la expresión de dudas, miedos y ansiedades. Además, permite la difusión de informaciones y orientaciones sobre la patología, así como la convocatoria del sujeto a una participación activa en el proceso de atención, en la búsqueda por educarlo acerca de la importancia de la adherencia al tratamiento farmacológico. La consulta de enfermería es un momento educativo oportuno para el intercambio de conocimientos y vínculos.The study aims to examine how the nursing consultation is

  20. HIV-associated tuberculous lymphadenitis: the importance of polymerase chain reaction (PCR as a complementary tool for the diagnosis of tuberculosis - a study of 104 patients Linfadenite tuberculosa associada ao HIV: a importância da reação em cadeia de polimerase (PCR como ferramenta complementar para o diagnóstico da tuberculose - estudo de 104 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcio Valle Cortez

    2011-10-01

    ções associadas a essa condição é complexo, especialmente em relação à tuberculose. A detecção rápida e específica do Mycobacterium tuberculosis (M. tuberculosis é essencial para o tratamento adequado. Além disso, frequentes causas de linfadenites tais como as relacionadas a linfoma, histoplasmose, e outras, devem ser afastadas. OBJETIVOS: Avaliar a importância da biópsia cirúrgica excisional das linfadenites e realização dos exames histopatológicos, exames baciloscópicos (Ziehl-Neelsen, cultura (Lowenstein-Jensen e reação em cadeia da polimerase (PCR com finalidade diagnostica MÉTODOS: Desenvolveu-se um protocolo para biópsias excisionais de linfonodos, adotando-se os seguintes procedimentos: exame direto de esfregaços corados pelo método de Ziehl-Neelsen, cultura em meio de Lowenstein-Jensen, exame anátomo-patológico e PCR. RESULTADOS: Ao todo foram incluídos 104 pacientes, e o exame histopatológico evidenciou 36% (n = 38 pacientes de casos de linfadenite crônica inespecífica, 26% (n = 27 de linfadenite tuberculosa, 10,5% (n =11 de linfoma e 8,7% (n = 9 de histoplasmose. Através da cultura no meio de Lowenstein-Jensen, os casos positivos para linfadenite tuberculosa aumentaram para 30%. A PCR detectou M. tuberculosis em 6 das 38 amostras de linfadenite crônica inespecífica. Três desses pacientes foram acompanhados, exibiram sintomas de tuberculose e foram curados após tratamento específico. CONCLUSÃO: Os dados obtidos neste trabalho sugerem que em todos os casos de linfadenopatia deve-se realizar exame histopatológico, cultura em Lowenstein-Jensen ou Ogawa e reação em cadeia da polimerase. A reação em cadeia da polimerase pode ser útil na detecção precoce e acurada de casos de TB extrapulmonar nos pacientes HIV-positivos com linfadenopatias, evitando-se o uso de tratamentos empíricos e o eventual desenvolvimento de cepas resistentes.

  1. HIV/AIDS risk among female sex workers who use crack in Southern Brazil Riesgo frente al HIV/Sida entre mujeres trabajadoras del sexo que usan crack en el sur de Brasil Risco frente ao HIV/Aids entre mulheres trabalhadoras do sexo que usam crack no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica Malta

    2008-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To understand the social context of female sex workers who use crack and its impact on HIV/AIDS risk behaviors. METHODODOLOGICAL PROCEDURES: Qualitative study carried out in Foz do Iguaçu, Southern Brazil, in 2003. Twenty-six in-depth interviews and two focus groups were carried out with female commercial sex workers who frequently use crack. In-depth interviews with health providers, community leaders and public policy managers, as well as field observations were also conducted. Transcript data was entered into Atlas.ti software and grounded theory methodology was used to analyze the data and develop a conceptual model as a result of this study. ANALYSIS OF RESULTS: Female sex workers who use crack had low self-perceived HIV risk in spite of being engaged in risky behaviors (e.g. unprotected sex with multiple partners. Physical and sexual violence among clients, occasional and stable partners was widespread jeopardizing negotiation and consistent condom use. According to health providers, community leaders and public policy managers, several female sex workers who use crack are homeless or live in slums, and rarely have access to health services, voluntary counseling and testing, social support, pre-natal and reproductive care. CONCLUSIONS: Female sex workers who use crack experience a plethora of health and social problems, which apparently affect their risks for HIV infection. Low-threshold, user-friendly and gender-tailored interventions should be implemented, in order to increase the access to health and social-support services among this population. Those initiatives might also increase their access to reproductive health in general, and to preventive strategies focusing on HIV/AIDS and other sexually transmitted infections.OBJETIVO: Comprender el contexto social en el cual están insertadas trabajadoras del sexo que usan crack y su impacto en la adopción de comportamientos de riesgo frente al HIV/Sida. MÉTODOS: Se realiz

  2. Vulnerabilidad de la balanza de pagos colombiana en la perspectiva resumen de la deuda pública

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juan Pablo Radziunas Pulido

    2005-01-01

    Full Text Available Producto de una indagación acerca de la vulnerabilidad de la balanza de pagos colombiana referida al problema de la deuda externa desde fines de la década pasada, a la luz de algunos indicadores de vulnerabilidad y dos ejercicios referidos a la sostenibilidad y la solvencia intertemporal. La evidencia empírica para Colombia sugiere inicialmente que no existe vulnerabilidad externa y la balanza de pagos presenta indicios de sostenibilidad tanto en el corto como en el largo plazo. Sin embargo, las elevadas tasas de interés real de la deuda externa requieren un mayor superávit de la balanza comercial, lo que implica un mayor esfuerzo exportador a lo que debe agregarse como condición necesaria, que el crecimiento que actualmente se experimenta sea sostenible.

  3. Vulnerabilidad de las consumidoras adolescentes: un estudio en un entorno virtual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Holanda Lima Ávila

    2016-05-01

    Full Text Available O principal objetivo desta pesquisa foi investigar o que suscita a vulnerabilidade das consumidoras adolescentes em ambiente virtual. Optou-se pela abordagem qualitativa, empregando-se, como método, a Pesquisa documental. Os dados foram coletados no ambiente virtual da revista Capricho, mais especificamente nos canais Moda e Beleza, durante os meses de Janeiro de 2013 a junho de 2014. Como resultados da pesquisa, identificou-se como fatores agravantes da vulnerabilidade das consumidoras adolescentes: o gênero; o autoconceito; a condição socioeconômica; a falta de conhecimento e a baixa experiência de consumo; a motivação; o estigma e a discriminação; as normas da subcultura adolescente; o excesso de informação; e o uso excessivo da internet. As características da vulnerabilidade mais relevantes foram: não possuem confiança em termos de autoimagem; materialismo; insegurança; perda do bem-estar; incapacidade de resistir às pressões do grupo; estado de confusão e vício em internet. El principal objetivo de este estudio fue investigar lo que produce la vulnerabilidad de las consumidoras adolescentes en un ambiente virtual. Se eligió un enfoque cualitativo, utilizando como método la investigación documental. Los datos fueron recolectados en el entorno virtual de la Revista Capricho, específicamente en las secciones de Moda y Belleza entre enero de 2013 y junio de 2014. Los resultados de la investigación identificaron como factores agravantes de la vulnerabilidad de las consumidoras adolescentes: el género; autoconcepto; condición socioeconómica; la falta de conocimiento y la poca experiencia en el consumo; motivación; el estigma y la discriminación; las normas de la subcultura adolescente; el exceso de información; y el uso excesivo de internet. Las características de vulnerabilidad más relevantes fueron: no tienen confianza en términos de autoimagen; materialismo; inseguridad; perdida de bienestar; incapacidad de

  4. HIV positive mothers' beliefs about mother-to-child transmission Creencias de las madres seropositivas respecto a la transmisión vertical del HIV Crenças das mães soropositivas ao HIV acerca da transmissão vertical da doença

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lis Aparecida de Souza Neves

    2006-10-01

    Full Text Available Beliefs can influence health behavior. This qualitative study aimed to understand the beliefs that influence HIV positive mothers' behaviors towards prevention methods against mother-to-child transmission. Fourteen women were interviewed. Our research was based on the theoretical Health Belief Model, formed by the following dimensions: perceived susceptibility, perceived severity, perceived benefits and perceived obstacles. Data analysis showed reflections that evidence the paradox in the AIDS epidemic: knowledge does not change behavior; gender relations; fear of death; fear of stigma; financial problems; disbelief in the virus' existence. Identifying beliefs and understanding how to influence the conduction of the health problem can help services to promote patients' adherence.Las creencias son capaces de influenciar el comportamiento del hombre. El objetivo de este estudio cualitativo fue comprender las creencias que influencian el comportamiento de las madres HIV respecto a las medidas profilácticas de la transmisión vertical. Fueron entrevistadas 14 mujeres portadoras de HIV. Los datos fueron analizados utilizando como referencial teórico el Modelo de Creencias de la Salud, que es compuesto por las dimensiones de susceptibilidad percibida, severidad percibida, beneficios percibidos y barreras percibidas. Fueron observadas las contradicciones de la epidemia de SIDA: el conocimiento no muda comportamiento; miedo de la muerte; subestimación del HIV; dificultades financieras; no creer en la existencia del virus. Identificar y comprender las creencias puede ayudar los servicios de salud a promover la adhesión de la clientela.As crenças parecem influenciar diretamente nas atitudes dos seres humanos. Neste estudo qualitativo buscamos identificar as crenças que influenciam a adesão das mães portadoras do HIV às medidas profiláticas da transmissão vertical. Foram entrevistadas 14 mães soropositivas. A análise foi feita utilizando

  5. Geomorfologia, tipologia, vulnerabilidade erosiva e ocupação urbana das praias do litoral do Espírito Santo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Albino Paiva Machado

    2001-01-01

    Full Text Available A diversidade de tipologia das praias do litoral Sudeste do Brasil ilustra o resultado da complexainteração entre a disponibilidade e propriedades fí-sicas dos sedimentos, a fisiologia da costa e da plataforma continental interna, o grau de exposição àsondas e correntes atuantes e à ocupação antropogê-nica. A tendência natural à erosão e/ou à construçãonos diferentes setores do litoral deve ser compreendida a fim de viabilizar intervenções acertadas e contribuir para o desenvolvimento da atividade turística do Estado, sua vocação natural.A coleta de informações geológicas da área de estudo e de dados topográficos, granulométricos e oceanográficos de 70 praias ao longo do Estado, nos últimos 5 anos, permitiu classificá-las quanto à tipologia morfodinâmica e à vulnerabilidade erosiva, etornou possível destacar a ocupação urbana costeiracomo o elemento acelerador do processo erosivo.

  6. Factores de riesgo y vulnerabilidad al estrés en estudiantes universitarios

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Apolinário Satchimo Namalyongo

    2013-01-01

    Full Text Available Abstract In this research article, main risk factors and vulnerability to stress caused by attending a university, as a training and health place is studied. For this research a co-relational descriptive study with no experimental design of transactional type is applied to 48 students in their 1st and 3rd years of their Bachelor in Tourism from Universidad Central Marta Abreu in Las Villas (Cuba. A presentation of general risk variables in the samples studied –in both contexts– is made for the analysis of the results. These results make visualizing the main risk factors and vulnerability to stress in university students possible. These results reveal the interactions among these factors, which constitute a guide for the qualitative assessment of forecasting vulnerabilities to stress; a matter of great value to educational work. Resumen El presente artículo de investigación aborda el problema de los principales factores de riesgo y vulnerabilidad al estrés en estudiantes universitarios. Para ello, se realizó un estudio descriptivo correlacional con un diseño no experimental del tipo transaccional, que se aplicó a 48 estudiantes de primer y tercer año de la carrera de Licenciatura en Turismo de la Universidad Central “Marta Abreu” de Las Villas (Cuba. Para el análisis de los resultados, se elaboró una presentación de las variables generales de riesgo en la muestra. Los resultados permitieron visualizar los principales factores de riesgo y vulnerabilidad al estrés en los estudiantes universitarios investigados. Además, se revelan las interacciones que se potencian entre dichos factores, las cuales constituyen una guía para el pronóstico cualitativo de la evaluación de la vulnerabilidad al estrés, cuestión de gran valor para la labor educativa.

  7. AO Group Annual Report

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Olivier, S

    2005-10-04

    The Adaptive Optics (AO) Group in I Division develops and tests a broad range of advanced wavefront control technologies. Current applications focus on: Remote sensing, High power lasers, Astronomy, and Human vision. In the area of remote sensing, the AO Group leads a collaborative effort with LLNL's Nonproliferation, Arms Control & International Security (NAI) Directorate on Enhanced Surveillance Imaging. The ability to detect and identify individual people or vehicles from long-range is an important requirement for proliferation detection and homeland security. High-resolution imaging along horizontal paths through the atmosphere is limited by turbulence, which blurs and distorts the image. For ranges over {approx}one km, visible image resolution can be reduced by over an order of magnitude. We have developed an approach based on speckle imaging that can correct the turbulence-induced blurring and provide high resolution imagery. The system records a series of short exposure images which freeze the atmospheric effects. We can then estimate the image magnitude and phase using a bispectral estimation algorithm which cancels the atmospheric effects while maintaining object information at the diffraction limit of the imaging system.

  8. Experiência da adesão ao tratamento entre mulheres com Vírus da Imunodeficiência Humana/ Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Experiencia de la adhesión al tratamiento de mujeres con VIH/SIDA HIV/AIDS Treatment Regimens Adherence in Women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dalva Aparecida Marques da Costa

    2009-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Compreender a experiência da adesão ao tratamento para o Vírus da Imunodeficiência Humana/ Síndrome da Imunodeficiência Adquirida para a mulher. MÉTODOS: Estudo etnográfico, baseado no pensamento teórico interpretativista, com oito mulheres de um Grupo de Adesão em um hospital público. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas semi-estruturadas e observação participante de janeiro a dezembro 2007. RESULTADOS: Emergiram quatro categorias: enfrentamentos aos valores da experiência da adesão ao tratamento, a experiência singular na adesão ao tratamento, costumes e práticas na experiência da adesão, o cuidar nas relações interpessoais. CONCLUSÃO: As experiências relatadas pertencem à vida singular de cada informante; no entanto, o caminho para uma adesão efetiva fica translúcido nas narrativas. Partiram da realidade específica de suas vidas para ensinar o caminho para aqueles que desejam sair da sombras de um diagnóstico estigmatizante.OBJETIVO: Comprender la experiencia de la adhesión al tratamiento para el Virus de la Inmunodeficiencia Humana/ Síndrome de la Inmunodeficiencia Adquirida de mujeres. MÉTODOS: Se trata de un estudio etnográfico, basado en el pensamiento teórico interpretativo, realizado con ocho mujeres de un Grupo de Adhesión en un hospital público. Los datos fueron obtenidos por medio de entrevistas semi-estructuradas y observación participante en el período comprendido entre enero a diciembre del 2007. RESULTADOS: Emergieron cuatro categorías: enfrentando los valores de la experiencia de la adhesión al tratamiento, la experiencia singular en la adhesión al tratamiento, costumbres y prácticas en la experiencia de la adhesión y el cuidar en las relaciones interpersonales. CONCLUSIÓN: Las experiencias relatadas pertenecen a la vida singular de cada informante; no obstante, el camino para una adhesión efectiva se refleja en las narrativas. Partieron de la realidad espec

  9. Vulnerabilidad alimentaria y política agroalimentaria en México

    OpenAIRE

    Humberto González Chávez; Alejandro Macías Macías

    2007-01-01

    Con base en el concepto de vulnerabilidad alimentaria se analizan las implicaciones que, en los últimos veinticinco años, ha tenido la política agroalimentaria de México en el acceso sustentable de la población a una alimentación suficiente, nutritiva y saludable. Este análisis considera tanto factores de orden natural (diversidad genética, cambio climático y degradación ambiental), como económico (autosuficiencia alimentaria e importación y exportación de alimentos) y social (movilidad de la...

  10. Vulnerabilidad, trabajo y salud en mujeres de la tercera edad en Ameca, Jalisco

    OpenAIRE

    Angélica Navarro Ochoa

    2017-01-01

    En esta investigación se analizan las condiciones de vida de los adultos mayores, en especial de las mujeres en Ameca, Jalisco, México. Examinar su situación, desde un enfoque de género, permite mostrar la complejidad de las relaciones que construyen para enfrentar la desigualdad, el empobrecimiento y una mayor vulnerabilidad, en comparación con los hombres. El estudio es cualitativo, aunque no se descartó el análisis cuantitativo. A partir de entrevistas a profundidad, se reconstruyen experi...

  11. Prostituição masculina e vulnerabilidade às dsts/aids

    OpenAIRE

    Manoel Antônio dos Santos

    2011-01-01

    Estudio cualitativo, descriptivo exploratorio que tuvo como objetivos: identificar las razones que llevan a los jóvenes para entrar en el mercado de la prostitución masculina; comprender las representaciones que ellos elaboran sobre las prácticas sexuales adoptadas y sus percepciones acerca de su propia vulnerabilidad a las ETS/SIDA. Las entrevistas individuales se realizaron con la guía temática semi-estructurada con 24 adolescentes y adultos jóvenes. Los datos empíricos fueron sometidos al ...

  12. Prostituição masculina e vulnerabilidade às dsts/aids

    OpenAIRE

    Santos, Manoel Antônio dos

    2011-01-01

    Estudo qualitativo, descritivo-exploratório que teve como objetivos identificar as razões que levam homens jovens a se inserirem no mercado da prostituição masculina, apreender as representações que elaboram sobre as práticas sexuais adotadas e sua percepção quanto à própria vulnerabilidade às DSTs/aids. Foram realizadas entrevistas individuais com roteiro temático semi-estruturado com 24 participantes. O material empírico foi submetido à análise temática e examinado segundo o referencial teó...

  13. Vulnerabilidad en Tlatelolco a tres décadas de los sismos de 1985

    OpenAIRE

    Liliana López Levi; Alejandra Toscana Aparicio

    2016-01-01

    Los sismos de 1985 hicieron patente la vulnerabilidad de la Ciudad de México. Una de las zonas más afectadas fue la unidad habitacional Nonoalco-Tlatelolco. De la experiencia emanaron movimientos urbano-populares, con la preocupación central en la vivienda, pero cuyas acciones impactaron en la transformación de la ciudadanía en el Distrito Federal. En el ámbito federal, se creó un sistema de protección civil para la prevención de desastres y manejo de emergencias. A tres déca...

  14. Crisis económica, vulnerabilidad social y estrategias frente al riesgo

    OpenAIRE

    Martínez, Alberto

    2008-01-01

    En la presente investigación se aborda el análisis de la vulnerabilidad social y las estrategias frente al riesgo en cinco comunidades de la ciudad de Cali pertenecientes a los estratos socioeconómicos 1, 2 y 3, e indaga sobre la percepción de pobreza que de sí mismos tienen estos hogares. El método de trabajo combinó la realización de encuestas con preguntas estructurales y abiertas, junto a la recolección de relatos tomados a las tres generaciones que son el jefe del hogar, el padre del jef...

  15. SITUAÇÕES DE VULNERABILIDADES E RISCOS AUTORREFERIDOS POR ESCOLARES ADOLESCENTES

    OpenAIRE

    2013-01-01

    . El objetivo fue caracterizar el perfil de adolescentes según características sociodemográficas y describir las situaciones de riesgo y vulnerabilidad mencionados por ellos. Estudio descriptivo, cuantitativo, con 500 adolescentes entre 13-19 años, de Iguatu-CE, Brasil. Los datos fueron recolectados a través de encuesta en agosto de 2008 y analizados por programa estadístico. Los resultados señalaron que los adolescentes eran de zonas urbanas (59,25); sexo femenino (60,0%); residían con los p...

  16. ALUMNADO INMIGRANTE EN LA ESO: VULNERABILIDAD PEDAGÓGICA DEL SISTEMA EDUCATIVO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juan Fernández Sierra

    2017-01-01

    Full Text Available Es preocupante el alto porcentaje de alumnado inmigrante que no culmina con éxito la enseñanza obligatoria, extendiéndose una tendencia de pensamiento docente que identifica las causas con cuestiones de índole personal, sociofamiliar o cultural. Sin embargo, parece razonable indagar en qué yerra nuestro sistema educativo que no logra superar esa situación. En esa línea, el objetivo esencial de esta investigación ha sido indagar en los puntos débiles o vulnerabilidad del sistema (Reimer, 1973 para responder a este escenario, enfocándolo desde la perspectiva de los planteamientos de política curricular y examinando las raíces institucionales y pedagógicas que inciden en la deserción y fracaso escolar. Para ello, hemos realizado un diseño de corte naturalista basado en ocho estudios instrumentales de caso, llevados a cabo en otros tantos institutos de diversas características, desarrollándolos al modo de lo que Stake (2007 denomina estudio colectivo de casos. En cuanto a los resultados y conclusiones, damos especial relevancia al tándem formado por la que podríamos denominar vulnerabilidad intrínseca —actitudes y prácticas hegemónicas mediatizadas por la cultura profesional instalada en este nivel educativo— y la vulnerabilidad estructural —políticas educativas y curriculares—, que se retroalimentan mutuamente, construyendo una resistencia simbólica, normativa y de práctica pedagógica, inhibidora de los intentos innovadores para reorientar la acción educativa hacia dimensiones más inclusivas, multiculturales e interculturales. Los estereotipos y la cultura académica previa experimentada por las familias y prole, también se muestran como factores significativos de vulnerabilidad. El diseño empleado, por su propia naturaleza, no permite generalizar los hallazgos, pero sí posee un alto poder de transferibilidad y de aportación de interpretaciones y asertos para seguir comprendiendo las complejidades de la

  17. Estatura de padres e hijos chilenos de diferente etnia y vulnerabilidad social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amigo Hugo

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analizar y comparar la estatura de niños que ingresan a la escuela y la de sus padres, de acuerdo con sus antecedentes étnicos y nivel socioeconómico. MATERIAL Y MÉTODOS: Estudio transversal, realizado entre 1997 y 1999, en Santiago y la zona centro-sur de Chile, en 351 escolares indígenas y 531 no indígenas, y sus padres, provenientes de comunas de tres niveles de vulnerabilidad social: muy alta (pobreza, mediana y muy baja. Escolar indígena era el que tenía sus cuatro apellidos mapuches, el no indígena tenía sus cuatro apellidos de origen chileno-español. La estatura se comparó en medidas estandarizadas (puntaje Z utilizando como referencia la medición del cambio nutricional propuesta por la Organización Mundial de la Salud. Se estimaron las diferencias de medias de estatura padres-hijos con análisis de varianza y se determinó el origen de tales diferencias al aplicar el procedimiento de Scheffe. RESULTADOS: Los progenitores en ambas etnias aumentaron sus promedios de estatura al mejorar las condiciones sociales, excepto las madres indígenas que no presentaron incremento significativo. Los padres de la muy alta vulnerabilidad midieron 4 cm menos que los de la muy baja vulnerabilidad y las madres 2 cm menos (p<0.001. En los escolares indígenas hay una gradiente positiva de estatura a medida que mejoran las condiciones sociales (p<0.001, no así en los no indígenas. Al comparar la estatura de progenitores e hijo(as se observa que los escolares presentaron un índice talla/edad mayor que sus padres (p<0.01, especialmente los escolares indígenas que en promedio tuvieron 1.4 puntajes Z más que sus padres. CONCLUSIONES: El incremento de estatura observado al mejorar las condiciones sociales y la mayor adecuación de talla de los hijos, independientemente de la etnia y vulnerabilidad social, representa un hecho alentador y sugiere que se debe estimular la formulación de intervenciones para los grupos m

  18. Vulnerabilidad a la lesión deportiva : personalidad resistente, ansiedad competitiva y competitividad.

    OpenAIRE

    Prieto Andreu, Joel Manuel

    2013-01-01

    En la última década se ha demostrado la importancia que poseen los factores psicológicos en la vulnerabilidad de los deportistas a sufrir lesiones. La personalidad es uno de los elementos más importantes en el modelo de estrés y lesión de Andersen y Williams (1998) donde los elementos básicos de la personalidad, quizá los menos estudiados, como la personalidad resistente, la ansiedad competitiva y la competitividad, se relacionan en un sentido bidireccional con otros elementos del modelo, pos...

  19. Vulnerabilidad, trabajo y salud en mujeres de la tercera edad en Ameca, Jalisco

    OpenAIRE

    Angélica Navarro Ochoa

    2017-01-01

    En esta investigación se analizan las condiciones de vida de los adultos mayores, en especial de las mujeres en Ameca, Jalisco, México. Examinar su situación, desde un enfoque de género, permite mostrar la complejidad de las relaciones que construyen para enfrentar la desigualdad, el empobrecimiento y una mayor vulnerabilidad, en comparación con los hombres. El estudio es cualitativo, aunque no se descartó el análisis cuantitativo. A partir de entrevistas a profundidad, se reconstruyen experi...

  20. Estimación de las funciones de vulnerabilidad sísmica en edificaciones en tierra

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Esperanza Maldonado Rondón

    2009-01-01

    edificaciones colombianas, y el índice de daño fue determinado mediante una relación demanda-capacidad. La construcción de las funciones requirió contar con una muestra de 53 edificaciones existentes en la ciudad de Bucaramanga. A cada uno de los edificios se le calculó su índice de vulnerabilidad y su índice de daño para diferentes aceleraciones máximas, y con ellos se construyeron las funciones de vulnerabilidad. Las funciones definidas en esta investigación fueron aplicadas en las edificaciones de la ciudad de Bucaramanga.

  1. Levantamento sobre uso de álcool e outras drogas e vulnerabilidades relacionadas de estudantes de escolas públicas participantes do programa saúde do escolar/saúde e prevenção nas escolas no município de Florianópolis Survey on drug use and vulnerabilities among students from public schools participating in the school health program / ​​health and prevention in schools in the city of Florianópolis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréia Isabel Giacomozzi

    2012-09-01

    Full Text Available Esta pesquisa investigou o uso de álcool e outras drogas e as vulnerabilidades relacionadas de estudantes de nove escolas públicas participantes do Programa Saúde do Escolar/Saúde e Prevenção nas Escolas no município de Florianópolis. Participaram 789 alunos entre o sétimo ano do Ensino Fundamental e o terceiro ano do Ensino Médio. O álcool foi utilizado por 30,1% dos participantes, o tabaco por 20,1%, a maconha por 7%, a cocaína por 1,3% e o crack por 0,6%. Os estudantes que utilizam álcool e outras drogas mataram mais aulas, participaram mais de brigas, são sexualmente mais ativos e declararam que se arriscaram mais frente ao HIV/Aids. Observou-se a importância da família tanto como fator de influência nos comportamentos do uso de álcool e outras drogas, como de proteção frente a este uso.This research investigated the use of alcohol and other drugs and related vulnerabilities among students from nine public schools participating in Projeto Saúde e Prevenção na Escola (SPE -Health and Prevention at School Project and in Programa Saúde na Escola (PSE -Health at School Program in the city of Florianópolis (Southern Brazil. The sample comprises 789 students ranging from the 7th grade (Elementary School to the 3rd grade (High School. Main results: Tobacco was used by 20.1% of the students, 7% reported marijuana use, 1.3% used cocaine and 0.6% used crack at least once. Alcohol was the most frequently used drug: 30.1% of all students reported binge drinking. Students who make use of alcohol and other drugs are in a vulnerable situation: they skip more classes, get involved in fights more often, are sexually more active and admittedly take risks regarding HIV infection. Family influence is relevant, both protecting from drug use and leading to practices.

  2. Carta ao Leitor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Equipe Editorial RMCEAD

    2015-06-01

    Full Text Available Aos Leitores Caríssimos leitores, Com grande entusiasmo, apresentamos a mais nova edição da Revista Multitexto do CEAD/Unimontes. Esta edição conta com 12 novos trabalhos que, sob um prisma transdisciplinar de reflexões, tecem suas leituras e arranjos metodológicos incidindo sobre as ciências e a realidade, seu teor e proposta. Trata-se de artigos originais e de revisão que promovem um diálogo aberto com o mundo contemporâneo. O estado da arte de diversas linhas temáticas foram selecionados para que a comunidade científica possa celebrar o conhecimento dispensado nas páginas materiais e virtuais desse periódico em crescimento. Em seu terceiro ano de experiências em coligir e abrigar estudos de recorte interdisciplinar, com enfoque especial ao rol de temáticas da Educação a Distância, a Revista Multitexto adquire mais entusiasmo. Entusiasmo para se debruçar sobre textos que se expandem sobre o cotidiano e integram os caminhos acadêmicos aos caminhos da vida. Você será capaz de imergir em pesquisas e perspectivas que celebram o conhecimento como ferramenta de transformação da realidade. E, como costumeiro deste periódico, equipe editorial e instituição, trata-se da celebração de uma paixão inveterada pelo conhecimento. A jornada deste periódico caminha para a maturação de seus autos e de motivações originárias. É cada vez mais seguro o ensejo pela pesquisa nesta instituição de salvaguarda e é cada vez mais expressivo o esforço conjunto para que o conhecimento através de múltiplos textos – como propõe a denominação deste periódico – transpasse a realidade com frutos e benefícios amplos. Aprecie as colaborações da presente edição e junte-se neste tráfego do conhecimento, no qual o mundo hoje se move. Com grande estima, Equipe Editorial

  3. Construindo caminhos de conhecimentos em HIV/Aids: mulheres em cena Building paths of knowledge on HIV / AIDS: women on the scene

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Girlene Alves Silva

    2012-01-01

    Full Text Available Trata-se de pesquisa qualitativa com o objetivo de identificar o acesso à informação das mulheres sobre o HIV/Aids e analisar os fatores que as orientam na adoção de medidas protetoras ao HIV/Aids. Foram realizadas entrevistas com 20 mulheres matriculadas no período noturno de uma escola pública em Minas Gerais/Brasil, com faixa etária entre 18 e 55 anos. As entrevistas foram analisadas por meio da técnica de análise de conteúdo temático, e fundamentadas no referencial teórico das Representações Sociais. Foram produzidas duas categorias analíticas: o acesso à informação sobre a Aids e os mecanismos de proteção adotados para reduzir a vulnerabilidade à infecção pelo HIV. As entrevistadas apontaram escola, família, televisão, profissionais de saúde e amigos como os principais veículos de obtenção de informações acerca da Aids. Entretanto, nesses espaços e encontros o vínculo se encontra fragilizado, desfragmentado e inconsistente, não propiciando acesso a ambientes consistentes de escuta, informações e reflexões. A prevenção está focada no uso do preservativo masculino. Persiste o baixo poder da mulher em negociar relações sexuais seguras, prevalecendo a vontade do parceiro e a credibilidade no amor e no casamento. Os sentimentos de ansiedade, incertezas e medo gerados nessas mulheres devido à questão da Aids não lhes permitem efetivar mecanismos de proteção relacionados ao exercício de mudança no comportamento sexual, de forma a torná-lo mais seguro e consciente no grupo pesquisado.This qualitative study aimed to identify women's access to information about HIV / AIDS and analyze the factors that guide the adoption of protective measures against HIV / AIDS. Interviews were conducted with 20 women enrolled in evening classes at a public school in Minas Gerais / Brazil, aged between 18 and 55 years. The interviews were analyzed using the technique of thematic content analysis, and grounded in the

  4. Aborto e coerção sexual: o contexto de vulnerabilidade entre mulheres jovens Sexual coercion and abortion: a context of vulnerability among youth women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Bulegon Pilecco

    2011-03-01

    Full Text Available Neste estudo investigou-se a relação entre a prática do aborto e a declaração de coerção sexual. Os dados foram provenientes do GRAVAD, inquérito domiciliar com amostragem probabilística estratificada, realizado com jovens de 18 a 24 anos, no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e em Salvador, Brasil. A amostra do presente artigo foi composta por 870 entrevistas de mulheres que reportaram ter tido gravidez. A declaração de aborto mostrou-se associada ao relato de uma experiência de coerção sexual, bem como à maior escolaridade da jovem, a não ter obtido as primeiras informações sobre relações sexuais com os pais e a um maior número de gravidezes e de parceiros. A associação entre o aborto e a coerção sexual evidencia um quadro de vulnerabilidade de gênero e denota a precariedade das negociações em termos de sexualidade e reprodução. O silenciamento da coerção sexual às instituições públicas contribui para aumentar a vulnerabilidade das jovens, impedindo o acesso a recursos educativos, jurídicos e de saúde, que poderiam auxiliar na ruptura das situações de coerção e prevenção de novas ocorrências.This study aims to investigate the relationship between abortion and experiences of sexual coercion. The data came from GRAVAD, a household survey with a stratified random sample of young women (18-24 years in Rio de Janeiro, Porto Alegre, and Salvador, Brazil. The sample used in this article included 870 interviews of women who reported having become pregnant. Abortion was associated with: a reported experience of sexual coercion, more schooling, failure to obtain first information about sex from parents, and a history of more pregnancies and sexual partners. The association between abortion and sexual coercion reflects a situation of gender vulnerability and reveals young women's precariousness in sex negotiation and reproduction. A veil of silence in public agencies concerning sexual coercion helps perpetuate

  5. Valoración de la vulnerabilidad integral en las áreas residenciales de Madrid

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael R Temes

    2014-01-01

    Full Text Available La ciudad, en tanto asentamiento eminentemente humano, es reflejo de la diversidad económica, social y cultural de sus habitantes. Como consecuencia de ello, encontramos en un mismo territorio oportunidades distintas, con importantes brechas y fronteras en torno a barrios o ámbitos de características singulares. Partiendo de esta afirmación, se traza como objetivo de este trabajo la definición de un banco de indicadores que permita valorar la vulnerabilidad integral en las áreas residenciales consolidadas del municipio de Madrid. La metodología empleada se basa en el uso de un análisis estadístico multivariable que determina un conjunto de indicadores sintéticos, a partir de los que es posible delimitar los ámbitos de vulnerabilidad integral. De su aplicación se desprende que más del 80 por ciento de los casos así fijados se encuentra fuera de la "almendra central" de Madrid, señalándose la periferia construida entre los años sesenta y setenta como el escenario principal de los problemas urbanos de los próximos años.

  6. Excesso ponderal em adultos jovens escolares: a vulnerabilidade da autopercepção corporal distorcida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Sampaio Florêncio

    2016-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: analisar o excesso ponderal em adultos jovens escolares a partir da dimensão individual da vulnerabilidade, especificamente de seus marcadores interpessoais e subjetivos. Método: delineou-se um estudo analítico, quantitativo, realizado com 560 adultos jovens de 26 escolas de uma capital do nordeste brasileiro. Após obtenção dos dados pela aplicação de questionários específicos, utilizou-se a regressão logística para identificação dos marcadores de vulnerabilidade individual. Resultados: na análise bivariada, o excesso ponderal apresentou associação estatística significativa com autopercepção de saúde, satisfação corporal e autopercepção de excesso ponderal, esta permanecendo no modelo final da regressão. Conclusão: conclui-se, sobremaneira, que a autopercepção de excesso ponderal sofre distorções em relação à real situação corporal e por isso torna o adulto jovem vulnerável a estados disfuncionais de saúde. No entanto, ratifica-se que o agravo deve ser compreendido numa perspectiva individual e contextual.

  7. RISCOS E VULNERABILIDADES SOCIOAMBIENTAIS URBANOS a contingência climática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Mendonça

    2010-01-01

    Full Text Available El inicio del siglo XXI se encuentra marcado por la concentración humana en las ciudades. Las áreas urbanas demandan, cada vez más, atención de científi cos y gestores urbanos, particularmente cuando se trata de la formación de riesgos y vulnerabilidades socioambientales. El clima urbano, y su estudio, constituyen parte importante para el tratamiento de los problemas socioambientales urbanos y conduce, en ultima instancia, a la revisión del planeamiento y de la gestión de las ciudades, en la actualidad. Estudiar la ciudad de forma integral constitúyese en un importante desafi o para los científi cos, intelectuales y para los gestores urbanos. En este sentido, el texto presenta las propuestas del SCU ¿ Sistema Clima Urbano, y del SAU ¿ Sistema Ambiental Urbano ¿ cuyo objetivo principal es aquel de apoyar estudios y perspectivas que tomen la ciudad a partir de la perspectiva multi e interdisciplinar. Considerando la perspectiva de los cambios climáticos globales, y la consequente intensifi cación del calor y de la urbanización, particularmente en los países no desarrollados, se estima que habrá una exacervación de los riesgos y de las vulnerabilidades socioambientales urbanos, no obstante, esta condición, no sea decorrencia única y exclusiva de aquella.

  8. Vulnerabilidad en Tlatelolco a tres décadas de los sismos de 1985

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana López Levi

    2016-01-01

    Full Text Available Los sismos de 1985 hicieron patente la vulnerabilidad de la Ciudad de México. Una de las zonas más afectadas fue la unidad habitacional Nonoalco-Tlatelolco. De la experiencia emanaron movimientos urbano-populares, con la preocupación central en la vivienda, pero cuyas acciones impactaron en la transformación de la ciudadanía en el Distrito Federal. En el ámbito federal, se creó un sistema de protección civil para la prevención de desastres y manejo de emergencias. A tres décadas del desastre, el presente trabajo analiza la vulnerabilidad institucional y organizativa, a partir del caso de Tlatelolco. Se cuestionan los logros y avances, tanto en términos de protección civil, como de organización ciudadana para proteger a la población en caso de un futuro desastre.

  9. Prostituição masculina e vulnerabilidade às dsts/aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Antônio dos Santos

    2011-01-01

    Full Text Available Estudio cualitativo, descriptivo exploratorio que tuvo como objetivos: identificar las razones que llevan a los jóvenes para entrar en el mercado de la prostitución masculina; comprender las representaciones que ellos elaboran sobre las prácticas sexuales adoptadas y sus percepciones acerca de su propia vulnerabilidad a las ETS/SIDA. Las entrevistas individuales se realizaron con la guía temática semi-estructurada con 24 adolescentes y adultos jóvenes. Los datos empíricos fueron sometidos al análisis de contenido temático y analizados de acuerdo con la teoria de género. Los participantes refirieron estar poco tiempo en la actividad y agregaron como principal motivación la búsqueda de ventajas económicas. Alegaron utilizar condon en las prácticas sexuales que implican penetración, pero no tomaban precauciones similares en el sexo oral. La preocupación en ocupar un papel activo en la relación sexual se asoció con la tentativa de corresponder a un estereotipo de masculinidad que enfatiza poder/fuerza/control, por lo que reduce la auto-percepción de vulnerabilidad. La invisibilidad social que caracteriza al comercio sexual hace que estos jóvenes sean más vulnerables a la infección por ETS/SIDA.

  10. RESILIENCIA PARA REDUCIR LA VULNERABILIDAD A LOS RIESGOS DE LA VIVIENDA POBRE URBANA. RESISTENCIA, ARGENTINA, 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Soledad Gauto de Paz

    2010-01-01

    Full Text Available Este trabajo forma parte de los avances que se han logrado en una investigación que fue iniciada en el año 20051 (que a la fecha continúa2 en un barrio pobre de una ciudad ubicada al norte de la Argentina, cuyo trabajo de campo se extendió durante el año 2007. En esta instancia se pretende mostrar cómo la incorporación de variables sociales como el concepto de vulnerabilidad y, más específicamente uno de sus componentes, la resiliencia, permite aproximarse a las estrategias y recursos que implementan las familias pobres urbanas para enfrentar y superar los riesgos que puede entrañar la vivienda para su salud. Se relata el trabajo realizado con 4 (cuatro casos. La metodología utilizada en la investigación es cualitativa y se empleó el método Estudio de Caso Biográfico. Entre los principales hallazgos, se puede mencionar que la amenaza en la vivienda es relativa a la vulnerabilidad de sus habitantes, que los recursos activos son dinámicos y que cada caso hizo su propio proceso de resiliencia, lo que se constituyó en experiencia para afrontar situaciones posteriores.

  11. RIESGO SOCIAL: MEDICIÓN DE LA VULNERABILIDAD EN GRUPOS FOCALIZADOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Esteban Otto Thomasz

    2014-01-01

    Full Text Available El trabajo provee un marco metodológico para la medición del riesgo y la vulnerabilidad social. Constituye el primer paso de una investigación más amplia que se propone construir indicadores socioeconómicos que aborden la cuantificación del riesgo de un país superando el análisis de riesgo basado en indicadores estáticos y financieros. A partir de una definición de factores objetivos y subjetivos de riesgo social, y su distribución en categorías entre la población de menores ingresos, en esta etapa la investigación toma como unidad de análisis un caso testigo de un grupo socioeconómico focalizado, constituido por trabajadores autogestionados del Partido de La Matanza de la Provincia de Buenos Aires. La finalidad perseguida es identificar y testear abordajes teóricos y empíricos de la medición de la vulnerabilidad, tales como variables, relaciones y metodologías cuanti-cualitativas aplicables.

  12. REPRESENTAÇÕES DA VULNERABILIDADE E DO EMPODERAMENTO POR ENFERMEIROS NO CONTEXTO DA AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érick Igor dos Santos

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue analizar las representaciones sociales de la vulnerabilidad y empoderamiento elaboradas por enfermeros en el contexto de las relaciones que mantienen con el ambiente de trabajo en el que cuidan de personas con VIH/Sida. Esta es una investigación cualitativa y descriptiva, realizada con 30 enfermeros de un hospital público de referencia en el VIH/Sida. Se adoptó el referencial del abordaje procesal de la Teoría de las Representaciones Sociales. Las entrevistas fueron transcritas y sometidas al análisis de contenido temático por medio del programa Nvivo 9.0. La vulnerabilidad fue expresa en forma de encogimiento, insatisfacción, angustia, frustración, inseguridad, sobrecarga y estrés. Ya el empoderamiento, fue expreso en forma de relación interpersonal favorable, apoyo moral y operativo por parte del equipo, adaptaciones e improvisaciones, obtención de conocimiento científico y autoprotección profesional.

  13. Vulnerabilidad al cambio global en la alta montaña mediterránea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. Escudero

    2012-01-01

    Full Text Available Las comunidades de plantas de alta montaña mediterránea constituyen uno de los grupos más vulnerables al cambio global. El ascenso del matorral motivado por el cambio global ocasiona una reducción del hábitat disponible y una amenaza a su persistencia. En este trabajo presentamos los estudios realizados por nuestro grupo de investigación en los pastos psicroxerófilos de la Sierra de Guadarrama para caracterizar sus respuestas al cambio global y evaluar su grado de vulnerabilidad. Nuestros resultados confirman la vulnerabilidad de la alta montaña mediterránea al cambio global aunque las respuestas de cada especie pueden ser muy diferentes. Estas diferencias también se reflejan en el nivel poblacional donde las respuestas pueden variar notablemente dentro de una misma especie. En el nivel comunidad el proceso de pérdida de hábitat y de matorralización amenaza a todo el ecosistema.

  14. Vulnerabilidad y riesgo por inundación en San Cristóbal de las Casas, Chiapas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo Montoya Gómez

    2008-01-01

    en las colonias localizadas en los márgenes de los ríos utilizando un modelo digital de elevación y aplicando encuestas. Se determinaron las características de las viviendas, el nivel de ingresos de sus pobladores y los grados de vulnerabilidad y riesgo a que están expuestos.

  15. Elementos de la vulnerabilidad ante huracanes. Impacto del huracán Isidoro en Chabihau, Yobain, Yucatán

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gertrudis Guzmán Noh

    2016-01-01

    Full Text Available La vulnerabilidad de las comunidades rurales como Chabihau, en el municipio de Yobain, Yucatán, se encuentra asociada con las condiciones particulares de su desarrollo en el tiempo y el territorio. Mediante la relación sociedad-naturaleza, el hombre genera condiciones de riesgo cuando en el manejo del territorio no se considera la influencia de ciertos fenómenos naturales, particularmente los intensos. Desde el momento en el que un grupo social se asienta en un determinado entorno, éste es modificado a partir de prácticas culturales que sirven de adaptación y, en algunos casos, se establecen condiciones de vulnerabilidad. En el presente trabajo se aborda el estudio de algunos elementos que conforman la vulnerabilidad ante huracanes en Chabihau, Yucatán; al respecto, el proceso de poblamiento en la costa de Yucatán ha configurado escenarios de vulnerabilidad ante los huracanes, debido al deterioro ambiental de la costa, por ejemplo, la erosión, contaminación de la ciénaga y destrucción de las áreas de mangle.

  16. Factores de la vulnerabilidad de los humedales altoandinos de Colombia al cambio climático global

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Franco Vidal

    2013-01-01

    base en ellos, aquí se proponen factores ecológicos y sociales de vulnerabilidad que, interpretados de manera conjunta en la perspectiva del cambio climático, permiten orientar su manejo hacia trayectorias de cambio que sean socioecológicamente resilientes al fenómeno.

  17. O combate ao escorpionismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Octavio de Magalhães

    1946-09-01

    Full Text Available O outor estuda os processos de combate aos acidentes pelas picadas dos escorpiões, visando: a Profilaxia e b Terapêutica. Refere-se à luta nos campos e nas cidades e aqui, dentro e fora dos domicílios. Assinala os diferentes métodos para o combate a êsses artrópodos peçonhentos. Fala na luta direta, indireta, na vacinação pelo anaveneno, na propaganda pela educação racional da população contra o perigo dos acidentes. Refere-se à "cata" dos escorpiões, à luta química, ao emprêgo de animais escorpiófagos, á feitura de casas e jardins anti-escorpiões. Na primeira parte do presente trabalho o autor trata da luta química pelo d. D. T. contra os tityus bahiensis e serrulatus, concluindo que êste corpo químico é um poderoso elemento de luta contra êstes escorpiões. Na segunda parte do trabalho, o autor trata da terapêutica dos acidentes. Mostra a necessidade do emprêgo convenientemente da única terapêutica racional e eficaz contra a intoxicação escorpiônica: a soroterapia específica. Assinala a necessidade da injeção de doses maciças de um sôro de alta valência, preparado em bovídeos, para evitar o mais possível o choque anafilático, no menor tempo possível após as picadas. Aconselha o empêgo de anaveneno escorpiônico, para vacinação principalmente de crianças de baixa idade, nos lugares fortemente infestados pelos escorpiões (principalmente Tityus serrulatus, maximé quando no local não houver sôro anti-escorpiônico específico, como meio preventivo contra a gravidade das intoxicações. Cita finalmente os trabalhos recentes de Grasset, Shaasfsma e Hodgson, na África do Sul, que confirmam muitas idéias do autor e mostram a unidade universal do síndromo escorpiônico descrito no Brasil.

  18. HIV Transmission

    Science.gov (United States)

    ... Abroad Treatment Basic Statistics Get Tested Find an HIV testing site near you. Enter ZIP code or city Follow HIV/AIDS CDC HIV CDC HIV/AIDS See RSS | ... on HIV Syndicated Content Website Feedback HIV/AIDS HIV Transmission Language: English (US) Español (Spanish) Recommend ...

  19. Vulnerabilidad social, institucionalidad y percepciones sobre el cambio climático: un acercamiento al municipio de San Felipe, Costa de Yucatán

    OpenAIRE

    Denise Soares; Isabel Gutiérrez

    2012-01-01

    Se contribuye al avance de la discusión sobre vulnerabilidad social frente al cambio climático y a la par se presenta un estudio de caso sobre percepciones acerca de la vulnerabilidad social en el municipio de San Felipe, en la costa de Yucatán, Méx., a fin de conocer, de modo contextualizado y empírico, las distintas expresiones de vulnerabilidad social que padecen los también distintos actores sociales locales. Los resultados encontrados revelan que la idea ...

  20. Medición de la vulnerabilidad: el caso de la adicción a drogas ilícitas en Chihuahua, México

    OpenAIRE

    Roberto J. Córdova-Contreras; Álvaro J. Idrovo

    2010-01-01

    En el presente estudio se explora el modelo de Rogers para cuantificar la vulnerabilidad, pero sin pruebas empíricas de su utilidad. Éste usa un triángulo equilátero cuyos lados representan los recursos personales y el apoyo ambiental, y la base el grado de vulnerabilidad. Se comparan los datos de la Encuesta estatal de adicciones del estado de Chihuahua, del año 2000, con los resultados obtenidos con la visión tradicional de la epidemiología. El enfoque de la vulnerabilidad identificó a la p...

  1. Vulnerabilidad y riesgo en salud: ¿dos conceptos concomitantes? Vulnerability and health risk: two concomitant concepts?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Araujo González

    2015-06-01

    Full Text Available El presente trabajo pretende contrastar el aumento de la utilización del concepto de vulnerabilidad por las ciencias sociales en los últimos 15 a 20 años en relación con las ciencias de la salud; mientras que en estas últimas se hace énfasis en el uso del concepto de riesgo, como parte integrante de su aparato teórico-metodológico. Se realizó una revisión bibliográfica a partir del análisis de la utilización en la literatura de los conceptos de vulnerabilidad social y sociodemográfica respectivamente, y se comparó con sus usos en las ciencias de la salud. La vulnerabilidad constituye así un enfoque útil para examinar diferentes aspectos de la realidad. De hecho, diversas miradas y puntos de vista acerca de la misma son utilizados en la literatura en diferentes áreas de las ciencias tales como el derecho, la seguridad alimentaria, la macroeconomía, la prevención de desastres naturales así como en la salud pública. Pero es en esta última, y especialmente en el análisis de la salud de las poblaciones, que adquiriría el tema de la vulnerabilidad una importancia especial. A pesar de que el problema de la vulnerabilidad de las personas, los grupos sociales o las poblaciones debería desempeñar para los estudios en salud un rol especial, ya que parte de la esencia misma de los principales problemas de salud, las ciencias de la salud se dedican mucho más a la determinación del riesgo propia del enfoque positivista, que a la búsqueda o explicación de las causas sociales que hacen a las personas y poblaciones vulnerables.

  2. Evaluación de la vulnerabilidad socio-ambiental del periurbano de Mar del Plata

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiana Daga

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMEN El periurbano de Mar del Plata conforma un espacio dinámico y heterogéneo, susceptible a distintas intervenciones que pueden generar impactos ambientales con consecuencias negativas sobre la población expuesta. El presente trabajo evalúa la vulnerabilidad socio-ambiental del periurbano marplatense en 2010, distinguiendo sectores críticos y principales aspectos que determinan las condiciones extremas. Para ello se construyó un Índice de Vulnerabilidad Socio-Ambiental (IVSA y se examinó su distribución espacial.La vulnerabilidad socio-ambiental hace referencia a las condiciones de la población y su entorno inmediato para enfrentar efectos adversos. Las situaciones más críticas (IVSA= 0,46–0,58 pertenecen a los sectores del periurbano definidos por los ejes que conforman las Rutas Nº 226 y Nº 88. Las dimensiones sanitaria, educativa y ambiental determinan en mayor medida la distribución del IVSA. El procedimiento metodológico empleado permitió identificar áreas críticas, siendo transferible a otras situaciones con problemáticas semejantes. ABSTRACT Mar del Plata peri-urban conforms a heterogeneous and dynamic space, susceptible to many interventions that generate significant impacts with negative consequences on the exposed population. This paper evaluates the socio-environmental vulnerability of the Mar del Plata peri-urban in 2010, distinguishing critical sectors and principle aspects that determine the extreme conditions. To this end, it was built a Socio-Environmental Vulnerability Index (SEVI and its spatial distribution was examined. The socio-environmental vulnerability refers to the conditions of the population and their environment to deal with adverse effects. The most critical situations (SEVI= 0.46-0.58 belongs to the peri-urban sectors that were defined by the 226 and 88 roads. The health, education and environmental dimensions determine the SEVI distribution. The methodological procedure employed allowed

  3. Variabilidad climática: un análisis de vulnerabilidad de la caficultura peninsular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marjorie Hartley Ballestero

    2012-07-01

    Full Text Available Resumen Este documento aborda el análisis de los resultados de una encuesta realizada en el 2007 a caficultores de la península de Nicoya con el objetivo de identificar aspectos de vulnerabilidad de la caficultura ante la variabilidad climática y, al mismo tiempo, analizar posibles procesos de adaptación y mitigación de sus efectos. La vulnerabilidad ante cambios del clima de la caficultura peninsular se puede analizar desde varios puntos de vista: el social (dependencia de un solo cultivo, físico (altitud y ubicación de los cafetales y climático propiamente dicho (ciclos de sequías y lluvias torrenciales. Igualmente, la capacidad de adaptación y mitigación de los efectos de esos cambios se pueden observar en estos mismos niveles. Las estrategias de adaptación van desde la diversificación de cultivos hasta alianzas estratégicas entre caficultores e instituciones para incrementar la resiliencia de las familias caficultoras. Las pérdidas de producción debido a largos períodos de sequías, o bien, de lluvias torrenciales han evidenciado la necesidad de entender el clima y también de tomar medidas de diversa índole para reducir sus efectos, con lo cual se ha modificado la percepción, que hasta hace algunos años, tenían los caficultores de estos fenómenos climáticos. Palabras Claves: Variabilidad climática, vulnerabilidad, estrategias de adaptación, café Abstract This paper addresses the analysis of the results from a survey carried out in the year 2007 to the Nicoya Peninsula coffee growers. The objective was to identify vulnerability aspects due to climate variability, and at the same time to analyze alternative mitigation and adaptation processes.  Climate vulnerability in the peninsula may be analyzed from several points of view: social (dependency to a kind of crop, location (coffee plantation altitude and location and climate (drought cycles and heavy rains.  Likewise, mitigation and adaptation capacity can be

  4. Vulnerabilidad socio-ambiental y dimensiones de la sustentabilidad en un sector del periurbano marplatense

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Zulaica

    2010-12-01

    Full Text Available El crecimiento de las ciudades sobre las áreas circundantes deriva en la conformación de un espacio de interfase (periurbano, que manifiesta altos niveles de vulnerabilidad socio-ambiental (VSA. Asumiendo el concepto de VSA, el presente trabajo caracteriza una de las dimensiones de la sustentabilidad ambiental (sustentabilidad social en el sector sur del periurbano de Mar del Plata a partir de la construcción de un índice (IVSA, y examina su distribución, mediante el procedimiento de autocorrelación espacial. El análisis del IVSA revela que el área dista mucho de aproximarse a los logros de equidad y bienestar acordes con los principios de sustentabilidad. La metodología utilizada favorece la detección de zonas críticas y conforma un porcedimiento útil para establecer diferenciaciones internas en áreas periurbanas.

  5. Anuros do Cerrado em um mundo em mudança: fatores de vulnerabilidade

    OpenAIRE

    PACÍFICO, Eduardo dos Santos

    2011-01-01

    Por estarem restritas a um determinado local, é esperado um maior risco de extinção para as espécies endêmicas, sendo elas o foco de ações conservacionistas. A variação da vulnerabilidade à extinção entre espécies endêmicas deve ser principalmente explicada pelo tamanho de suas distribuições. Por possuírem características eco-fisiológicas específicas, os anuros são especialmente sensíveis às mudanças climáticas globais (MCG). Assim, o objetivo geral é apresentar uma nova lista de espéci...

  6. Metodología para el estudio de la vulnerabilidad estructural de edificaciones

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego Fernando Páez Moreno Javier Hugo Hernández Delgadillo

    2010-11-01

    Full Text Available Debido al emplazamiento tectónico del territoriocolombiano, al asentamiento de estructuras en zonascon amenazas geodinámicas potencialmente altas yal alto grado de informalidad u omisión de losrequisitos mínimos expresados en las normas dediseño y construcción de estructuras en losprincipales centros urbanos del departamento deBoyacá, los grupos de investigación GIMOC y GIISAG,adscritos a la Escuela de Ingeniería Civil de laUniversidad Pedagógica y Tecnológica de Colombia,han tenido la oportunidad de realizar numerososestudios de vulnerabilidad sísmica de edificacionesen el departamento. El artículo muestra unametodología sistemática para la realización de unestudio de este tipo, cuyos resultados han sidovalidados y cuyo desarrollo cumple con lasdisposiciones de la NSR – 98.

  7. CLASES MEDIAS Y VULNERABILIDAD A LA POBREZA. Reflexiones desde América Latina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis F. López-Calva

    2014-01-01

    Full Text Available A partir de una definición de clase media que incluye a personas con baja probabilidad de caer en pobreza, este artículo presenta algunas tendencias para América Latina. El porcentaje de personas en clase media ha aumentado de 21.9% en 2000 a 34.3% en 2012, y desde el 2009 el tamaño de la clase media es mayor que el porcentaje de personas en pobreza. No obstante, formar parte de la clase media en América Latina sigue siendo una posición privilegiada. Los grupos en pobreza y vulnerabilidad concentran aún alrededor de dos terceras partes de la población total de la región. En este sentido, la región no se puede considerar una sociedad de clase media, al menos no por el momento.

  8. EVIDENCIAS SOBRE LA VULNERABILIDAD BIOFÍSICA EN EL CASO DEL HURACÁN PATRICIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manuel Alejandro Domínguez-Walle

    2015-01-01

    Full Text Available El Huracán Patricia, afectó la costa del Pacífico del estado de México a finales de 2015 y alcanzó la categoría 5 en la escala de Saffir-Simpson. Este evento fue clasificado como el más intensos en términos de rachas de viento (>400 km/h y presión que se haya registrado a nivel mundial. Las labores de alerta temprana, gestión de la emergencia y, sobre todo, la combinación de lo anterior con una vulnerabilidad biofísica baja del ámbito afectado redujeron sustancialmente los efectos potencialmente catastróficos que se adivinaban en la fuerza e intensidad de dichos vientos y precipitaciones que acompañaban a Patricia.

  9. NEUROÉTICA Y VULNERABILIDAD HUMANA EN PERSPECTIVA FILOSÓFICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ALFREDO MARCOS

    2015-01-01

    Full Text Available El artículo trata de valorar las posibilidades y límites de la neuroética. Defiende que las neurociencias y la ética deben colaborar entre sí desde el mutuo respeto y la preservación de las respectivas identidades, científica en un caso y filosófica en el otro (neuroética en modo-co . El texto formula también una crítica a todo intento de sustitución de la ética filosófica por las neurociencias (neuroética en modo-su. En consecuencia, se exploran los fundamentos ontológicos y antropológicos más apropiados para desarrollar la neuroética, entendida esta como territorio de colaboración entre ética y neurociencias. Dichos fundamentos remiten a la idea aristotélica de sustancia hilemórfica. Sobre tales fundamentos se puede desarrollar una neuroética colaborativa que incluye dos vertientes: por un lado tenemos una ética de la neurociencia y, por otro, una neurociencia de la ética. La primera muestra cómo investigar y aplicar la neurociencia preservando siempre la dignidad humana. La segunda nos enseña cuáles son las bases neurobiológicas posibilitadoras –pero no determinantes– de la agencia moral. Al estudiar las mismas se hace evidente nuestra vulnerabilidad como agentes morales. Esta vulnerabilidad, que arraiga en la propia naturaleza humana, ha de ser, como se argumenta en el último tramo del texto, reconocida y a la vez mitigada.

  10. Validação e reprodutibilidade de uma escala de auto-eficácia para adesão ao tratamento anti-retroviral em pais ou cuidadores de crianças e adolescentes vivendo com HIV/AIDS Validity and reliability of a self-efficacy expectancy scale for adherence to antiretroviral therapy for parents and carers of children and adolescents with HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Scarlazzari Costa

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Validar uma escala de auto-eficácia para adesão ao tratamento anti-retroviral em crianças e adolescentes com HIV/AIDS, levando em consideração a perspectiva dos pais/responsáveis, e avaliar a sua reprodutibilidade. MÉTODOS: O estudo foi realizado no Hospital-Dia do Centro de Referência e Treinamento em DST/AIDS de São Paulo. Foram entrevistados os pais/responsáveis de 54 crianças e adolescentes de 6 meses a 20 anos que passaram em consulta de rotina pelo serviço. Os dados de auto-eficácia foram levantados pela escala de auto-eficácia para seguir prescrição anti-retroviral (AE, que foi calculada de duas maneiras: análise fatorial e fórmula já definida. A consistência interna da escala foi verificada pelo coeficiente ade Cronbach. A validade foi avaliada pela comparação das médias dos escores entre grupos de pacientes aderentes e não aderentes ao tratamento anti-retroviral (teste de Mann-Whitney e cálculo do coeficiente de correlação de Spearman entre os escores e parâmetros clínicos. A reprodutibilidade foi verificada por meio do teste de Wilcoxon, pelo coeficiente de correlação intraclasse (CCI e pelo gráfico de Bland-Altman. RESULTADOS: A escala de AE apresentou boa consistência interna (a= 0,87 e boa reprodutibilidade (CCI = 0,69 e CCI = 0,75. Quanto à validade, a escala de AE conseguiu discriminar pacientes aderentes e não aderentes ao tratamento anti-retroviral (p = 0,002 e apresentou correlação significativa com a contagem de CD4 (r = 0,28; p = 0,04. CONCLUSÕES: A escala de AE pode ser utilizada para avaliar a adesão à terapia anti-retroviral em crianças e adolescentes com HIV/AIDS, levando em consideração a perspectiva dos pais/cuidadores.OBJECTIVE: To validate and evaluate the reproducibility of a self-efficacy (SE scale for adherence to antiretroviral therapy in children and adolescents with HIV/AIDS, taking into account the perspective of parents/guardians. METHODS: The study was

  11. Vulnerabilidade de gênero para a paternidade em homens adolescentes Gender vulnerability for parenthood among male adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anecy de Fátima Faustino Almeida

    2007-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as relações de gênero vivenciadas por adolescentes do sexo masculino e como elas contribuem para torná-los vulneráveis à gravidez na adolescência. MÉTODOS: Estudo qualitativo realizado em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, em 2003. Participaram 13 adolescentes masculinos com menos de 20 anos, com um único filho de até 11 meses, cuja mãe estava na mesma faixa etária do pai. Realizaram-se entrevistas semi-estruturadas gravadas. Após transcrição, procedeu-se à análise temática de conteúdo. RESULTADOS: Identificaram-se estereótipos de gênero em que se destacavam papéis de líder, provedor e ativo sexualmente, bem como a rejeição a ser cuidador. Esses papéis apareceram consolidados principalmente na perspectiva dos entrevistados acerca do trabalho como marcador de sua condição de homem e provedor da família. A liderança dos adolescentes prevaleceu no relacionamento com a mãe de seu filho, notadamente na iniciativa das relações sexuais e no uso de contraceptivos. A gravidez foi considerada por eles como "por acaso" e inesperada, mas a paternidade foi vivenciada como uma prova final de sua condição de homens adultos. CONCLUSÕES: Verificou-se a condição de vulnerabilidade dos adolescentes para a paternidade em virtude da socialização de gênero nos moldes tradicionais. Isso foi evidenciado com a ausência dos papéis relativos ao cuidado consigo próprio e com os outros, com a incorporação precoce de papéis de dominação sexual masculina e de trabalhador e pai, ou seja, deixar de ser criança e alcançar a condição de homem.OBJECTIVE: To analyze gender relations perceived by male adolescents and how they contribute to making them more vulnerable to pregnancy during adolescence. METHODS: Qualitative study carried out in Campo Grande, Midwestern Brazil, in 2003. Subjects were 13 male adolescents under 20 years of age, fathers of an only child aged up to 11 months whose mother was in the same

  12. Diferencias de género en preadolescentes en la vulnerabilidad a presentar comportamientos desadaptativos en condiciones de adversidad familiar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    FÉLIX COVA SOLAR

    2005-01-01

    Full Text Available Se evaluó la existencia de diferencias de género en preadolescentes en la presencia de comportamientos desadaptativos de tipo internalizado y externalizado en condiciones de adversidad familiar. Se tomó una muestra de 133 niños y niñas de 11 a 13 años, elegidos al azar en 6 escuelas de alta vulnerabilidad social de la comuna de Concepción, Chile. La presencia de indicadores de adversidad familiar fue evaluada a través de una entrevista semiestructurada desarrollada por la OMS. Los comportamientos desadaptativos fueron valorados a través de informes de madres y profesores como a través de autoinformes. Aun cuando los niños presentaban más comportamientos desadaptativos, no se observó una vulnerabilidad particular de éstos a la existencia de un ambiente familiar adverso. En cambio, en las niñas sí se observó, en los autoinformes de síntomas, una mayor vulnerabilidad que en los niños en la expresión de síntomas emocionales al encontrarse en un ambiente familiar negativo.

  13. La definición y medición de la vulnerabilidad social. Un enfoque normativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naxhelli Ruiz Rivera

    2012-01-01

    Full Text Available Este artículo discute la pertinencia de un enfoque normativo para definir y medir la vulnerabilidad social a partir de una crítica inicial a la noción de resiliencia. Desde el punto de vista de una epistemología realista, se evalúa la aplicabilidad de la resiliencia en los estudios de vulnerabilidad y se propone una alternativa teórico-metodológica a partir de elementos que se desprenden de la perspectiva normativa del bienestar objetivo. El artículo desarrolla los elementos metodológicos necesarios para hacer operativa esta propuesta, cuyo punto central es la construcción conceptual de umbrales y ponderadores; estos últimos son el punto de referencia para medir la afectación potencial que en una situación de vulnerabilidad y en interacción con distintos tipos de peligros, sufren los distintos satisfactores asociados al bienestar.

  14. Factores de la vulnerabilidad de los humedales altoandinos de Colombia al cambio climático global

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Germán I. Andrade

    2013-07-01

    Full Text Available Los humedales altoandinos en Colombia son esenciales para la adaptación de muchas comunidades humanas al cambio climático y también particularmente sensibles a este fenómeno. Para la gestión adaptativa de los humedales, basada en su carácter y funcionalidad ecosistémica, resulta insuficiente conocer solo la magnitud de la amenaza climática; también se deben conocer aspectos que determinan una mayor vulnerabilidad. En la literatura se encuentran atributos y procesos que pueden, bajo determinadas circunstancias, funcionar como factores de vulnerabilidad de los humedales altoandinos al cambio climático. Con base en ellos, aquí se proponen factores ecológicos y sociales de vulnerabilidad que, interpretados de manera conjunta en la perspectiva del cambio climático, permiten orientar su manejo hacia trayectorias de cambio que sean socioecológicamente resilientes al fenómeno.

  15. Relações de gênero e vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis: percepções sobre a sexualidade dos adolescentes Relaciones de género y vulnerabilidad a las enfermedades de transmisión sexual: percepciones sobre la sexualidad de los adolescentes Gender relation and vulnerability to sexually transmissive diseases: perceptions of the adolescents' sexuality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cibele Almeida Torres

    2007-06-01

    Full Text Available As questões de gênero são primordiais para o entendimento das relações de poder na sociedade, inclusive na sexualidade. Assim, o objetivo deste estudo é analisar a influência das relações de gênero no contexto dos adolescentes e as diferentes percepções dos gêneros quanto à vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis. Trata de uma abordagem qualitativa realizada a partir da técnica de grupo focal com adolescentes de Fortaleza, Ceará, Brasil. Percebeu-se pelo diálogo com os adolescentes, que a rede social não se sente responsabilizada pela vulnerabilidade em que os jovens se encontram. Os adolescentes do grupo focal masculino sentiram necessidade de apresentarem-se livres para expressarem seus desejos sexuais, detentores do comando na relação conjugal, e as adolescentes reproduziram a condição atual de submissão feminina aos desejos masculinos. Ambos os grupos encontraram-se vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis. Todo formato de sociedade contribui para a permanência de paradigmas que englobam a sexualidade.Las cuestiones de género son primordiales para comprender las relaciones de poder en la sociedad, incluso en la sexualidad. Así, el objetivo de este estudio es analizar la influencia de las relaciones de género en el contexto de los adolescentes y las diferentes percepciones de los géneros cuanto a la vulnerabilidad a las enfermedades de transmisión sexual. Tratase de un abordaje cualitativo realizado a través de la técnica de grupo focal con adolescentes de Fortaleza, Ceará, Brasil. Fue percibido a través del diálogo con los adolescentes que la red social no se siente responsable por la vulnerabilidad en que los jóvenes se encuentran. Los adolescentes del grupo focal masculino sintieron necesidad de se presentaren libres para expresaren sus deseos sexuales, detenedores del comando en la relación conyugal y las adolescentes reproducieron la condición actual de sumisión femenina

  16. La vulnerabilidad energética asociada a la movilidad motorizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Sanz Fernández

    2013-04-01

    Full Text Available ResumenEl concepto de vulnerabilidad energética describe la situación a la que se pueden enfrentar aquellos niveles de renta cuyo patrón de movilidad deje de ser económicamente viable por el incremento de los costes del petróleo. Teniendo en cuenta que la movilidad laboral es un gasto prioritario para evitar la exclusión social que supone la pérdida del empleo, el aumento de los gastos en esa partida presupuestaria familiar puede derivar en dos situaciones, ambas involuntarias, que serían la necesidad de destinar una mayor cantidad de recursos al transporte (pudiendo entonces aparecer privaciones en otras esferas o la obligación de cambiar los patrones de movilidad. El objetivo de esta investigación es desarrollar este concepto, ponerlo en relación con dos conceptos directamente vinculados, exclusión social vinculada al transporte y pobreza energética, y aplicar en el área metropolitana de Madrid la metodología desarrollada, detectando los de espacios urbanos energéticamente vulnerables y explicitando las relaciones de este fenómeno con la disciplina.Palabras claveVulnerabilidad energética, exclusión social vinculada al transporte, pobreza energética, pico del petróleo, área metropolitana.AbstractThe concept of energy vulnerability describes the situation that may face those income levels that have a mobility pattern which is no longer economically viable due to rising oil costs. Given that labor mobility is a priority spending to avoid social exclusion caused by job loss, increased expenses in that family budget can result in two situations, both involuntary, that would be the need for a greater amount of resources to transport (in that case, deprivation can then appear in other areas or the obligation to change mobility patterns. The objective of this research is todevelop this concept, put on two concepts directly related, transport related social exclusion and fuel poverty, and applied in the Madrid metropolitan area

  17. ATENCIÓN AL PACIENTE VIH/SIDA: LEGISLACIÓN Y BIOSEGURIDAD ODONTOLÓGICA EN COLOMBIA ATENÇÃO AO PACIENTE VIH/AIDS: LEGISLAÇÃO E BIOSSEGURANÇA ODONTOLÓGICA NA COLOMBIA CARE FOR HIV/AIDS PATIENTS: NORMS AND BIOSECURITY FOR ORAL HEALTH IN COLOMBIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Blanca Lucía Acosta de Velásquez

    2006-01-01

    Full Text Available Este artículo describe normas universales de bioseguridad en la atención odontológica, particularmente las referidas a la atención de personas infectadas con VIH/SIDA, al tiempo que pasa revista a leyes y decretos relativos al tema vigentes en Colombia. Establecer la rutina de evaluar, controlar y prevenir accidentes de trabajo e infecciones asociadas a la práctica odontológica garantiza una mejor atención y calidad de vida, tanto para los pacientes como para el personal de saludEste artigo decreve normas universais de biossegurança na atenção odontológica, particularmente no que se refere aos cuidados de pessoas infectadas com o VIH/AIDS. Faz também uma revisão das leis e decretos relacionados com o tema vigentes na Colombia. Estabelecer uma rotina de avaliação, controle e prevenção de acidentes de trabalho e infecções associadas à prática odontológica garante uma atenção melhor e qualidade de vida, tanto para os paceintes como para os profissionais da saúdeThe present article describes biosecurity universal norms for dental care, specifically those referred to care of persons with HIV/AIDS, and also it reviews laws and norms at Colombia with respect to the topic. It establishes the routine of evaluating, controlling and preventing accidents at work and infections associated with dental health practices, guaranteeing a better care and quality of life both for patients and for health personnel

  18. VULNERABILIDADE E VARIAÇÕES DE CURTO PRAZO DA PRAIA DE ITAIPU (NITERÓI-RJ EM RESPOSTA ÀS MUDANÇAS NAS CONDIÇÕES DE MAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Macedo Rodrigues

    2015-03-01

    Full Text Available As praias da enseada de Itaipu na Região Oceânica de Niterói, estado do Rio de Janeiro (Brasil, vêm sendo intensamente modificadas devido ao rápido processo de urbanização dessa região, principalmente a partir da década de 1970 com a construção da ponte Presidente Costa e Silva (Rio-Niterói. A crescente ocupação desse litoral constitui-se no principal fator responsável pela degradação dos ecossistemas costeiros. A praia de Itaipu, apesar de ser a mais interna e, consequentemente a mais abrigada dentro da enseada de Itaipu, apresenta grande variabilidade na largura, em resposta as mudanças de curto prazo nas condições de mar. A faixa de areia da praia estreita-se de forma rápida em resposta a incidência de ondas de tempestades, restabelecendo-se logo a seguir quando do retorno às condições de tempo bom. As maiores variações foram constatadas na extremidade sul, devido à maior vulnerabilidade deste setor a incidência de ondas de tempestades. Os sedimentos da praia são constituídos predominantemente por areia quartzosa média, exceto em lâmina d’água de 5 m devido ao acúmulo de areia média com alto teor de carbonatos. Areia muito fina a fina aparece na profundidade de 7 metros, na área externa ao embasamento cristalino submerso.

  19. HIV Testing

    Science.gov (United States)

    ... Abroad Treatment Basic Statistics Get Tested Find an HIV testing site near you. Enter ZIP code or city Follow HIV/AIDS CDC HIV CDC HIV/AIDS See RSS | ... All Collapse All Should I get tested for HIV? CDC recommends that everyone between the ages of ...

  20. Voluntary counseling and testing (VCT services and their contribution to access to HIV diagnosis in Brazil Contribuição dos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA para o acesso ao diagnóstico da infecção pelo HIV no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Grangeiro

    2009-09-01

    Full Text Available The Voluntary Counseling and Testing (VCT Network was implemented in Brazil in the 1980s to promote anonymous and confidential access to HIV diagnosis. As a function of the population and dimensions of the local epidemic, the study assessed the network's coverage, using data from a self-applied questionnaire and data from the Information Technology Department of the Unified National Health System (SUS, UNDP, and National STD/AIDS Program. The Student t test was used for comparison of means and the chi-square test for proportions. Brazil has 383 VCT centers, covering 48.9% of the population and 69.2% of the AIDS cases. The network has been implemented predominantly in regions where the epidemic shows a relevant presence, but 85.3% of the cities with high HIV incidence lack VCT centers; absence of VCT was associated with more limited health infrastructure and worse social indicators. A slowdown in expansion of the network was observed, with VCT Centers implemented on average 16 years after the first AIDS case in the given municipality. The number of HIV tests performed under the SUS is 2.3 times higher in cities with VCT centers. The network's scope is limited, thus minimizing the contribution by these services to the supply of HIV diagnosis in Brazil.A rede nacional de Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA foi implantada no Brasil nos anos 1980 para promover, anônima e confidencialmente, o diagnóstico do HIV. Em função da população abrangida e das dimensões da epidemia local, o estudo avaliou a cobertura dessa rede, utilizando dados de questionário auto-aplicado e de bancos de informações do DATASUS, PNUD e Programa Nacional de DST e AIDS. Aplicou-se teste t para comparações de média e qui-quadrado para proporções. Existem no Brasil 383 CTA, abrangendo 48,9% da população e 69,2% dos casos de AIDS. A rede está predominantemente implantada em regiões em que a epidemia é relevante, entretanto 85,3% das cidades com alta incid

  1. Vulnerabilidad, trabajo y salud en mujeres de la tercera edad en Ameca, Jalisco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angélica Navarro Ochoa

    2017-01-01

    Full Text Available En esta investigación se analizan las condiciones de vida de los adultos mayores, en especial de las mujeres en Ameca, Jalisco, México. Examinar su situación, desde un enfoque de género, permite mostrar la complejidad de las relaciones que construyen para enfrentar la desigualdad, el empobrecimiento y una mayor vulnerabilidad, en comparación con los hombres. El estudio es cualitativo, aunque no se descartó el análisis cuantitativo. A partir de entrevistas a profundidad, se reconstruyen experiencias de algunas adultas mayores que enfrentan desamparo, incapacidad o maltrato, y que tienen que trabajar para sobrevivir. Este trabajo contribuye a visibilizar la situación riesgosa y vulnerable de esta población, y los resultados muestran que existe una relación entre sus padecimientos y el exceso de trabajo físico que realiza. Por tanto, la condición de vida de los ancianos es vulnerable, debido a circunstancias familiares, culturales y económicas, que se reflejan en pobreza, abandono y marginalidad.

  2. TRANSgresión entre rejas: Factores de vulnerabilidad en el sistema penitenciario de Barcelona

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David Urra Grimal

    2017-07-01

    Full Text Available La presente investigación analiza los factores de vulnerabilidad de las mujeres trans en el sistema penitenciario de hombres en Cataluña, así como los distintos mecanismos y medidas que ejerce la propia institución. En este contexto se producen interacciones sociales que reflejan la vivencia de las disidencias del sistema binario de sexo-género, y la concepción de lo transgénero por parte del sistema penitenciario. Dentro de un sistema disciplinario como la prisión, en el que vigilar y castigar se constituye como la interacción primordial, llevar a cabo una intervención social produce contradicciones y dificultades añadidas. Así a modo de aportación final, y teniendo en cuenta a las mujeres trans en prisión como seres con capacidad de acción y transformación social, se proponen unas líneas de intervención que traten de solventar el origen de las problemáticas detectadas, la transfobia y el acoso sexual; y a largo plazo modificar las lógicas penitenciarias y el sistema binario de sexo-género.

  3. DESARROLLO LOCAL: VULNERABILIDAD HÍDRICA, PRECARIEDAD LABORAL, INTENSIDAD MIGRATORIA E IDENTIDAD RESILIENTE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lirios Cruz García

    2013-10-01

    Full Text Available Se consideraron pertinentes las Teorías del Conflicto y Cambio para conceptualizar el Desarrollo local. A partir de tal distinción, el presente estudio se propuso analizar los discursos de migrantes retornados a la microrregión de Xilitla. Para tal propósito, se plantearon tres dimensiones de análisis: vulnerabilidad hídrica, precariedad laboral e intensificación migratoria. Una vez establecida la guía para entrevista, llevó a cabo un estudio transversal con una muestra no probabilística. Los resultados muestran que la preservación de edificaciones tales como iglesias, camposantos y casa habitación son escenarios de simbolización que insertan a los grupos en una dinámica de competencia simbólica. La discusión relativa al Desarrollo Local de Xilitla permitió diferenciar las propuestas de sustentabilidad y matizar las alternativas de desarrollo en comunidades con baja disponibilidad de agua.

  4. VULNERABILIDAD SOCIAL Y DINÁMICA DEMOGRÁFICA EN ARGENTINA, 2001-07

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro M. González

    2009-01-01

    Full Text Available En este artículo se indaga acerca de la evolución social de la República Argentina con posterioridad a la crisis socioeconómica de fines del año 2001 y considerar la persistencia de los riesgos en los años posteriores. Se analizan los principales rasgos sociales (pobreza y empleo y demográficos (fecundidad y mortalidad, para el total nacional y seis provincias de diversas regiones geográficas. La crisis socioeconómica produjo un inédito grado de empobrecimiento (55% en 2002. Las diferencias regionales se mantuvieron a lo largo del período de análisis, debido al carácter estructural que revisten. La reactivación económica del período 2003- 2007 mejoró los niveles de ingresos y empleo, aunque se registra el estancamiento en la esperanza de vida, aumentos de las tasas de mortalidad infantil y materna, e incremento continuo de la fecundidad adolescente. Se propone la hipótesis de que en la República Argentina la vulnerabilidad social es de carácter estructural y permanente, a pesar de las reducciones en las tasas de pobreza y desempleo.

  5. SITUAÇÕES DE VULNERABILIDADES E RISCOS AUTORREFERIDOS POR ESCOLARES ADOLESCENTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Veraci Oliveira Queiroz

    2013-01-01

    Full Text Available . El objetivo fue caracterizar el perfil de adolescentes según características sociodemográficas y describir las situaciones de riesgo y vulnerabilidad mencionados por ellos. Estudio descriptivo, cuantitativo, con 500 adolescentes entre 13-19 años, de Iguatu-CE, Brasil. Los datos fueron recolectados a través de encuesta en agosto de 2008 y analizados por programa estadístico. Los resultados señalaron que los adolescentes eran de zonas urbanas (59,25; sexo femenino (60,0%; residían con los padres (84,6% y que tiene un ingreso menor o igual al salario mínimo (64,2%. El uso de drogas lícitas e ilícitas fue señalado como factor que expone la salud de adolescentes a riesgos (59,2% y consideraron importante la prevención (18,2%, incluyendo alimentación saludable (15,2%. Los adolescentes miraron los riesgos presentes en la vida diaria y las posibilidades de protección a través de la educación en la familia y escuela.

  6. Análise da vulnerabilidade dos adolescentes à hepatite B em Teresina/PI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Telma Maria Evangelista de Araújo

    2012-12-01

    Full Text Available Os adolescentes fazem parte de grupos com elevada suscetibilidade à infecção pelo vírus da hepatite B em função da adoção de comportamentos de risco. Este trabalho objetivou analisar a vulnerabilidade dos adolescentes à hepatite B. Para isso, realizou-se estudo desenvolvido por meio de inquérito epidemiológico com 196 adolescentes de 14 a 19 anos. Os resultados mostraram que 57,1% dos adolescentes já haviam iniciado a vida sexual, destes 45,5% não tinham parceiro(a estável, 54,5% pertenciam a faixa etária de 14 a 16 anos, 24,1% não usavam preservativo nas relações sexuais, 62,8% referiram não saber da transmissão do vírus da hepatite B e 61,2% não apresentavam cobertura vacinal contra este agravo. Conclui-se que os adolescentes constituem grupo vulnerável à hepatite B, devido a fatores condicionantes e determinantes, tais como desconhecimento sobre a doença, baixa cobertura vacinal, adoção de comportamento de risco e sensação de invulnerabilidade.

  7. HIV Prevention

    Science.gov (United States)

    ... on HIV Syndicated Content Website Feedback HIV/AIDS Prevention Language: English (US) Español (Spanish) Recommend on ... All Is abstinence the only 100% effective HIV prevention option? Yes. Abstinence means not having oral, vaginal, ...

  8. Percepção da vulnerabilidade entre mulheres com diagnóstico avançado do câncer do colo do útero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Vieira Pimentel

    2011-01-01

    Full Text Available Este estudio descriptivo y cualitativo tuvo como objetivo comprender la percepción de la vulnerabilidad a la enfermedad, entre las mujeres diagnosticadas con cáncer cervical avanzado, tomando como referencia la vulnerabilidad. Participaron doce mujeres que recibían atención ambulatoria hospitalaria para el tratamiento del cáncer cervico uterino avanzado. La recolección de los datos se hizo a través de entrevistas y se analizaron mediante el análisis de contenido. Los resultados destacan dos temas: Percepción de su vulnerabilidad al descubrir la enfermedad, y percepción de su vulnerabilidad al realizar el tratamiento. Factores relacionados con el cliente, los servicios, los profesionales, entre otros, han hecho que las mujeres sean susceptibles a los problemas de salud y daños relacionados con el cáncer cervico uterino, lo que agrava su vulnerabilidad a las enfermedades. Es necesario superar las deficiencias en el modelo de tratamiento para el cuidado y la integridad personal, el grado de compromiso y calidad de las instituciones, recursos, programas de gestión y control para prevenir y detectar el cáncer del cuello uterino, en los diferentes niveles de atención.

  9. Vulnerabilidade social, individual e programática em idosos da comunidade: dados do estudo FIBRA, Campinas, SP, Brasil Social, individual and programmatic vulnerability among the elderly in the community: data from the FIBRA Study conducted in Campinas, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Oliveira Rodrigues

    2012-08-01

    Full Text Available Condições socioculturais e econômicas interagem com os processos biológicos ao longo da vida, determinando vulnerabilidade ou resiliência na velhice. O objetivo foi investigar relações entre vulnerabilidade social (gênero, idade e renda; individual (comorbidades, sinais e sintomas, incapacidade funcional, suporte social percebido e saúde percebida e programática (índices de SUS-dependência e de vulnerabilidade social e acesso aos serviços de saúde em amostra de indivíduos com 65 anos e mais. Participaram 688 idosos recrutados em domicílio, em 88 setores censitários urbanos sorteados, em Campinas, SP. Os dados (de autorrelato foram obtidos em sessão única de coleta. Dos entrevistados, 470 eram mulheres, com mais comorbidades e sinais e sintomas, mas mais envolvidas em atividades avançadas de vida diária (AAVD e atividades instrumentais de vida diária (AIVD do que os homens. A média de idade foi 72,28 ± 5,41 anos e a de renda familiar 4,72 ± 5,28 salários mínimos. As variáveis que melhor explicaram a variabilidade dos dados foram acesso e uso de serviços de saúde, índices de SUS-dependência e de vulnerabilidade social e renda familiar. Condições sociais e renda familiar covariam com vulnerabilidade individual na velhice.Sociocultural and economic conditions interact with biological processes throughout the course of life determining vulnerability or resilience in old age. The scope of this study was to investigate relationships between social vulnerability (gender, age and income; individual vulnerability (comorbidities, signs and symptoms, functional ability, perceived social support and perceived health, and programmatic vulnerability (indices of dependence on the public health system, social vulnerability and access to health services in a sample of individuals aged 65 and more. 688 elderly people were interviewed in a single data gathering session in their homes in 88 selected urban census sectors in Campinas

  10. A vulnerabilidade da mulher idosa em relação à AIDS La vulnerabilidad de mujeres ancianas en relación a la SIDA Aged woman's vulnerability related to AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Marins Silva

    2010-09-01

    Full Text Available Trata-se de revisão sistemática da literatura que abrange o período de 1994 a 2009, cujo objetivo foi discutir a vulnerabilidade da mulher idosa em relação às Doenças Sexualmente Transmissíveis e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids. Foi realizada a busca nas bases: Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Eletronic Library Online (SciELO, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE, usando-se como descritores vulnerabilidade, mulher e Aids. Foram analisados 18 textos incluindo artigos em periódicos, teses e dissertações. Concluiu-se que mulheres idosas e vulnerabilidade à Aids estão diretamente relacionadas, através de características de gênero que perpassam pela submissão, construídas histórica e socialmente. É fundamental o desenvolvimento de estudos que gerem publicações acessíveis às mulheres, de modo a possibilitar que estas possam ver a si mesmas como sujeitos em risco de contrair Aids pelo simples fato de serem mulheres.Este es una revisión sistemática de literatura que incluyó el período de 1994-2009, cuyo objetivo fue discutir la vulnerabilidad de la mujer anciana con respecto a Síndrome de la Imunodeficiencia Adquirida (Sida. La búsqueda poor los textos científicos fue cumplida en las bases Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Eletronic Library Online (SciELO, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE, usando los descriptores vulnerabilidad, mujer y Sida. Se analisaran 18 textos incluyendo artículos en periódicos científicos, tesis y disertaciones. Concluyese que mujeres ancianas y vulnerabilidad a la Sida están directamente relacionadas por características de género incluyendose la sumisión y que se construyeron histórica y socialmente. Consideramos como fundamental el desarrollo de estudios que

  11. Vulnerabilidade de idosos às quedas seguidas de fratura de quadril Vulnerabilidad de ancianos a las caídas seguidas de fractura de cadera Vulnerability of elderly falls followed for hip fracture

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucimara Rocha

    2010-12-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de natureza descritiva, realizada em uma unidade de clínica cirúrgica de um hospital universitário. O objetivo foi identificar os fatores de vulnerabilidade dos idosos às quedas seguidas de fratura de quadril. Os sujeitos foram treze cuidadores de idosos com fratura de quadril decorrentes de queda, hospitalizados no período de abril a novembro de 2008. Os instrumentos para coleta dos dados foram a consulta dos prontuários dos idosos e a entrevista semiestruturada. A análise se deu à luz do referencial de vulnerabilidade sendo os dados categorizados nas dimensões individual/biológica, social e programática/institucional. Os resultados demonstraram que os idosos da pesquisa estão expostos de maneira interdependente às diferentes dimensões de vulnerabilidade às quedas. Dessa forma, conclui-se que o planejamento de ações dos profissionais de saúde devem contemplar igualmente aspectos individuais e coletivos dessa população, visando atenuar a incidência de quedas seguidas de fraturas do quadril.Se trata de una investigación cualitativa, de naturaleza descriptiva, realizada en una unidad de clínica quirúrgica de un hospital universitario. El objetivo fue identificar los factores de vulnerabilidad de los ancianos a las caídas seguidas de fractura de cadera. Los sujetos fueron trece cuidadores de ancianos con fractura de cadera decurrentes de caída, hospitalizados en el período de abril a noviembre de 2008. Los instrumentos para la recolección de los datos fueron la consulta de los prontuarios de los ancianos y la entrevista semi-estructurada. El análisis se dio a la luz del referencial de vulnerabilidad siendo los datos categorizados en las dimensiones individual/biológica, social y programática/institucional. Los resultados demostraron que los ancianos de la investigación están expuestos de manera interdependiente a las diferentes dimensiones de vulnerabilidad a las caídas. De esa

  12. Medición de la vulnerabilidad: el caso de la adicción a drogas ilícitas en Chihuahua, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto J. Córdova-Contreras

    2010-01-01

    Full Text Available En el presente estudio se explora el modelo de Rogers para cuantificar la vulnerabilidad, pero sin pruebas empíricas de su utilidad. Éste usa un triángulo equilátero cuyos lados representan los recursos personales y el apoyo ambiental, y la base el grado de vulnerabilidad. Se comparan los datos de la Encuesta estatal de adicciones del estado de Chihuahua, del año 2000, con los resultados obtenidos con la visión tradicional de la epidemiología. El enfoque de la vulnerabilidad identificó a la población analizada como muy sensible. La comparación entre los métodos mostró diferencias importantes, pero no permiten inferir cuál es mejor. Estudios futuros podrán examinar la utilidad del modelo abordado aquí, en diversos contextos.

  13. Clinical and epidemiological aspects of HTLV-II infection in São Paulo, Brazil: presence of Tropical Spastic Paraparesis/HTLV-Associated Myelopathy (TSP/HAM simile diagnosis in HIV-1-co-infected subjects Aspectos clínicos e epidemiológicos da infecção pelo vírus linfotrópico de células T humanas do tipo 2 (HTLV-II em São Paulo, Brasil: presença de paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV em pacientes co-infectados pelo HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Paulina Posada-Vergara

    2006-08-01

    ensaio imunoenzimático, Western Blot e reação em cadeia de polimerase, foram incluídos 201 (53% pacientes infectados pelo HTLV-I e 50 (13% infectados pelo HTLV-II. Trinta e sete (74% eram co-infectados pelo HTLV-II e HIV-1. Dos 13 (26% indivíduos unicamente infectados pelo HTLV-II, infecção do trato urinário foi diagnosticada em três, um com vasculite e em dois casos dor lombar e disfunção erétil mas nenhum caso de mielopatia foi observado. Entre 37 pacientes co-infectados com HIV-1, quatro (10% casos apresentaram com paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV similar. Dois casos mostraram paraparesia como sintoma inicial, dois outros casos se apresentaram primeiramente com distúrbios vesical e erétil e as neuropatias periféricas foram observadas em cinco pacientes (13%. Outros sete (19% pacientes mostraram algum sinal ou sintoma neurológico, a maioria deles com dor lombar (cinco casos. Os resultados sugerem que as manifestações neurológicas podem ser mais freqüentes em indivíduos co-infectados pelo HTLV-II/HIV-1 do que nos indivíduos infectados somente pelo HTLV-II.

  14. Vulnerabilidade externa e controle de capitais no Brasil: uma análise das inter-relações entre câmbio, fluxos de capitais, IOF, juros e risco-país

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa da Costa Val Munhoz

    2013-11-01

    Full Text Available Diante da severidade da crise financeira internacional de 2007/08, a vulnerabilidade externa de países em desenvolvimento se manifestou mais fortemente, trazendo à baila a rediscussão do controle de capitais. À luz da importância da restrição ao livre fluxo internacional de capitais, o objetivo deste trabalho é investigar a inter-relação entre as seguintes variáveis da economia brasileira: câmbio, fluxos de capitais, IOF, juros e risco-país. Especificamente, pretende-se verificar se uma cobrança mais alta do IOF gera impactos relevantes sobre os fluxos financeiros mais voláteis no período 1995-2011. Por meio da aplicação do modelo VAR, a análise empírica sugere que os capitais especulativos respondem pouco a pequenas alterações de alíquotas desse imposto, estando mais intimamente associados a movimentos da taxa de câmbio e do risco-país. Em virtude da pouca eficácia do controle de capitais via IOF, destaca-se, assim, a necessidade de medidas mais concretas, que inibam efetivamente a especulação dos investidores estrangeiros.

  15. Estilo de vida e vulnerabilidade social dos adolescentes no Bairro de Felipe Camarão, Natal/RN, 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Akemi Iwata Monteiro

    2007-04-01

    Full Text Available Este estudo descreve o estilo de vida e vulnerabilidade dos adolescentes do bairro Felipe Camarão em Natal-RN, a fim de compreender seus comportamentos, conforme vulnerabilidades identificadas. Foram aplicados 145 questionários semi-estruturados entre os adolescentes de 12 a 18 anos, no período de janeiro, a abril de 2005. O estilo de vida descrito, conforme os dados colhidos, informa que 92,4% sabem da importância de se alimentar bem, 86,9% têm sono preservado; 76,5% têm boa relação com seus pais. Porém, 86,9% afirmaram não haver área de lazer/diversão no bairro, enquanto os 31,0% não responderam sobre higiene corporal; 41,4% consomem drogas lícitas (maioria álcool, enquanto 37,9%, as ilícitas (maioria cola; 51,7% dizem que não conversam sobre sexo, enquanto 30,3% conversam com suas mães; 38,0% estão sexualmente ativos, iniciados entre 13 a 16 anos. Os comportamentos de alguns adolescentes estudados indicam um estilo de vida saudável, enquanto outros demonstram justamente o contrário, através de práticas como: pouca participação no lazer, por falta de opção; consumo de drogas lícitas e ilícitas; a falta de diálogo com os pais sobre sexo; relacionamento sexual precoce, somados às condições econômicas e sociais desfavorecidas que os expõem à adoção de um estilo de vida que implica em vulnerabilidade.

  16. Cometas: Das Lendas aos Fatos

    Science.gov (United States)

    Voelzke, M. R.

    O descobrimento de cometas, devido ao seu aparecimento espetacular, tem registro nas mais antigas culturas humanas. A primeira referência situa-se no ano de 1095 antes de Cristo [a.C.; HO; HO, 1962]. A quantidade de registros de descobrimentos cometários, principalmente provenientes do território chinês em particular e do oriente em geral, aumentou gradualmente a partir do quarto século depois de Cristo (d.C.). É de origem chinesa a primeira referência ao cometa P/Halley no ano de 240 a.C. [VOELZKE, 1993]. Com o desenvolvimento da astronomia relativamente às técnicas observacionais os descobrimentos bem como as observações cometárias aumentaram sensivelmente a partir do século XVII, sendo que a partir do século XIX um novo incremento ocorreu devido ao emprego da fotografia e a resultante melhora de sensibilidade na observação.

  17. Vulnerabilidad adolescente: factores que favorecen la resiliencia en los jóvenes de la localidad

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirta Antonia Del Pino

    2014-06-01

    Full Text Available Mediante esta investigación tratamos de indagar los factores que favorecen la resiliencia en los jóvenes de la localidad y la manera en que estas afectan y acentúan la vulnerabilidad, o bien intervienen acrecentando sus fortalezas. El objetivo consiste en reconocer dichos factores y condiciones que los tornan vulnerables y comprender cuales son los que favorecen las conductas resilientes . La Indagación se realiza a traves de sus comportamientos, analizando los distintos tipos y modos de abordar las dificultades y obstáculos que intervienen . El tipo de investigación es aplicada, la disciplina científica es la Psicología Social y el campo de aplicación el de las Ciencias Humanas. La metodología utilizada, responde a una lógica cualitativa ajustándose a las características del objeto investigado. Consideramos las particularidades de la Comunidad en que el adolescente se desenvuelve, grupos e Instituciones con las que se relaciona, tipo de inserción y características de los vínculos que establece. Coincidimos con el planteo de Michel Fize respecto a que: “La crisis de la Adolescencia es una construcción social, un hecho cultural, tanto más sensible cuanto que la crisis económica y moral es grave, profunda e interminable Desde el marco teórico de la Psicología Social, hemos indagado y analizado las interacciones, los vínculos identificatorios que los fortalecen y sostienen, y le permiten afrontar situaciones riesgosas. También hemos tratado de comprender la relación que existe entre la inestabilidad inherente al adolescente, y la inestabilidad e inseguridad del contexto. donde se desenvuelve,asi como su particular manera de afrontar los obstáculos.

  18. O Projeto Troika em Portugal: media, resiliência e vulnerabilidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Rodrigues

    2017-01-01

    Full Text Available Este artículo tiene como principal objetivo analizar en qué medida el Pro-yecto Tro i k a de narrativas visuales (2014 contribuyó para dar voz a his-torias de vulnerabilidad y resistencia en Portugal, potenciar a la sociedad portuguesa para el progreso humano y de qué forma se encuadra en el pe-riodismo para el desarrollo. Además, pretende percibir cómo el proyecto se armoniza, temáticamente, en las problemáticas de las Naciones Unidas de la agenda para el desarrollo post-2015. Para responder a estas cuestio-nes, realizamos un estudio exploratorio mediante entrevistas estructuradas a tres miembros de ese colectivo independiente. Concluimos que el docu-mental se afirma con mayor potencial para promover la reflexión de las foto-grafías, en lo que se refiere a cuestiones de desarrollo y progreso humano, y que sus contribuciones podrán ser al nivel de la promoción del debate para la concientización. Entretanto, no parecen haber creado potencial inme-diato para el empoderamiento de la sociedad civil. De este modo, se sugie-re que, en futuros trabajos periodísticos en ese ámbito de periodismo para el desarrollo, se combinen, siempre que sea posible, narrativas que asocien ya sea documentales o entrevistas registradas en audio a los principales in-terventores, como una forma de factultar a la sociedad y contribuir de for-ma más eficaz para el cambio social.

  19. Diferencias de género en preadolescentes en la vulnerabilidad a presentar comportamientos desadaptativos en condiciones de adversidad familiar

    OpenAIRE

    FÉLIX COVA SOLAR; CARMEN MAGANTO MATEO

    2005-01-01

    Se evaluó la existencia de diferencias de género en preadolescentes en la presencia de comportamientos desadaptativos de tipo internalizado y externalizado en condiciones de adversidad familiar. Se tomó una muestra de 133 niños y niñas de 11 a 13 años, elegidos al azar en 6 escuelas de alta vulnerabilidad social de la comuna de Concepción, Chile. La presencia de indicadores de adversidad familiar fue evaluada a través de una entrevista semiestructurada desarrollada por la OMS. Los comportamie...

  20. Usos y consecuencias de las ideas de riesgo y vulnerabilidad social en el peritaje socio-psicológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina González-Laurino

    2012-09-01

    Full Text Available La investigación propone un trayecto en la construcción de los sentidos con que cargan las palabras de uso habitual en el campo de la infancia y la adolescencia. La lectura de los peritajes expertos en el campo de la infracción adolescente parece traslucir la imagen de un individuo libre de condicionamientos estructurales de cuyas decisiones es enteramente responsable.La alternativa del análisis contextualiza la infracción en el marco de la vulnerabilidad social de adolescentes socialmente desprotegidos.

  1. Un enfoque para evaluar la vulnerabilidad sísmica de edificios de concreto armado de baja altura

    OpenAIRE

    Vielma Pérez, Juan Carlos; Barbat Barbat, Alex Horia; Herrera González, Reyes Indira; Ugel Garrido, Ronald David; Martínez, Yolsanie María

    2013-01-01

    En este estudio se realiza la evaluación de la vulnerabilidad sísmica de un edificio existente de concreto armado de dos niveles, mediante un enfoque determinista, utilizando métodos mecánicos y partiendo del análisis no lineal. Se elaboró un modelo matemático en base al edificio existente, Edificio Original (EO). Luego fue desarrollado el modelo Edificio Redimensionado (ER), el cual se diseñó considerando el principio columna fuerte–viga débil. Finalmente se diseño el modelo Edificio Método ...

  2. Los desastres naturales en Mexicali, B.C.: Diagnóstico sobre el riesgo y la vulnerabilidad urbana

    OpenAIRE

    Juan Manuel Rodríguez Esteves

    2002-01-01

    Este trabajo expone el problema de los desastres naturales en la ciudad de Mexicali, B.C., México. Asimismo presenta una referencia sobre la importancia de su estudio en el ámbito mundial y la forma de atención de los desastres en México. Esta investigación muestra un diagnóstico sobre el riesgo y la vulnerabilidad urbana ante lluvias intensas y sismos, y concluye que en Mexicali son más frecuentes éstos que aquéllas. Además existen algunos vacíos en la legislación, especialmente en la estata...

  3. Estudio de la vulnerabilidad sísmica estructural de una edificación tipo hospital

    OpenAIRE

    Amézquita, Alfonso; Pontificia Universidad Javeriana; Muñoz Díaz, Edgar Eduardo; Pontificia Universidad Javeriana; Quintero, José; Pontificia Universidad Javeriana; Forero, Miguel; Pontificia Universidad Javeriana

    2010-01-01

    De acuerdo con los estudios realizados en el país, Bogotá se encuentra ubicada en zona de amenaza sísmica intermedia. La normativa establece que a las estructuras cuyo uso se clasifique como edificaciones indispensables y de atención a la comunidad, localizadas en zonas de amenaza sísmica alta e intermedia, construidas con anterioridad a 1998, se les debe evaluar su vulnerabilidad sísmica. Por otro lado, en el estudio de Microzonificación sísmica de la ciudad de Bogotá, la zona de estudio fue...

  4. IMPLEMENTACIÓN DE LA METODOLOGÍA DE ANÁLISIS DE VULNERABILIDADES A NIVEL CANTONAL – LA TRONCAL

    OpenAIRE

    Ing. Bermeo Moyano, Henry V.

    2013-01-01

    El Cantón La Troncal, ha sido escenario de enormes pérdidas materiales y vidas humanas, ocasionadas por eventos o fenómenos naturales como sismos, inundaciones, deslizamientos de tierra entre otros. Se suma además, el crecimiento acelerado y las condiciones de extrema pobreza que son condicionantes para que los peligros naturales generen graves consecuencias en los sistemas económico-sociales a los cuales debemos proteger reduciendo las particulares condiciones de vulnerabilidad que le son ca...

  5. IMPLEMENTACIÓN DE LA METODOLOGÍA DE ANÁLISIS DE VULNERABILIDADES A NIVEL CANTONAL – PAUTE

    OpenAIRE

    Ing. Bermeo Moyano, Henry V.

    2013-01-01

    El Cantón Paute ha sido escenario de enormes pérdidas materiales y vidas humanas, ocasionadas por eventos o fenómenos naturales como sismos, inundaciones, deslizamientos de tierra entre otros. Se suma además, el crecimiento acelerado y las condiciones de extrema pobreza que son condicionantes para que los peligros naturales generen graves consecuencias en los sistemas económico-sociales a los cuales debemos proteger reduciendo las particulares condiciones de vulnerabilidad que le son caracter...

  6. Vulnerabilidad de las áreas inundables de la ciudad de Artigas. Impacto del evento de diciembre de 2009.

    OpenAIRE

    2011-01-01

    Entre los meses de noviembre de 2009 y febrero de 2010, la región se vio afectada por el Fenómeno del Niño, siendo Artigas una de las ciudades impactadas por las inundaciones, alcanzando un máximo de 1700 evacuados. Si bien no se trata de la inundación máxima conocida (en 2001 fueron evacuadas 5000 personas), la vulnerabilidad de la población afectada y la escasez de recursos del Departamento hacen de la misma un hecho de gran impacto social y económico. El objetivo particular de este trabajo...

  7. Estimación de la vulnerabilidad de acuíferos mediante un modelo cuantitativo ­ hydrus 1d

    OpenAIRE

    Ríos Rojas, Liliana; Vélez Otálvaro, María Victoria

    2009-01-01

    En el presente trabajo se efectúa una estimación y zonificación de la vulnerabilidad a la contaminación del agua subterránea del sector sur del acuífero del Valle del Cauca, mediante el modelo HYDRUS­1D que representa los fenómenos de flujo y transporte en la zona no saturada (ZNS). Se comparan los resultados con los obtenidos usando diferentes métodos de índice y superposición. También se simula un evento de contaminación usando el modelo Visual MODFLOW para la zona satura...

  8. Estilos de personalidade e vulnerabilidade à sugestão no contexto de uma relação interpessoal

    OpenAIRE

    Pires, Rute; Silva, Danilo R.; Ferreira, Ana Sousa

    2010-01-01

    A compreensão do papel das diferenças individuais na exactidão dos testemunhos, em particular na sugestionabilidade, é o objectivo deste trabalho. Consideramos que existem diferenças individuais na vulnerabilidade à sugestão e que estas se relacionam com características da personalidade dos indivíduos. Uma amostra de 258 indivíduos (média de idades de 31.8 anos, desvio padrão de 12.0), participou em sessões individuais e respondeu às adaptações portuguesas da Escala de Sugestionabilidade d...

  9. La mujer salvadoreña y su derecho a la salud: omisiones, indiferencia y vulnerabilidad social

    OpenAIRE

    Lorena Umaña

    2014-01-01

    El artículo aborda el concepto de vulnerabilidad social en el contexto de la situación de la mujer en la región latinoamericana, para luego centrarse, de manera particular, en el caso de la mujer salvadoreña y su derecho a la salud. Sobre ese estudio de caso, este trabajo hace una aproximación a la situación de desventaja e indefensión de las mujeres dentro de un sistema legal que las excluye como sujetas de decisión sobre su propio cuerpo y que pone en segundo plano sus derechos humanos. Est...

  10. El contexto de vulnerabilidad de familias productoras de hule (heveacultoras: estudios de caso en el municipio de Huimanguillo, Tabasco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janeth Aguilar Román

    2012-01-01

    vulnerabilidad depende de la interacción y recurrencia de diversos factores, tales como escasos recursos financieros, un mal manejo de las plantaciones de hule, reducción de la mano de obra por enfermedad o fallecimiento, ciclos de producción con estaciones secas más prolongadas y precipitaciones abundantes que incrementan el riesgo de enfermedades en los cultivos y el ganado. Los mencionados son los factores que inciden negativamente en el capital natural, físico y financiero del que disponen las familias.

  11. Evaluación de la vulnerabilidad y el riesgo de contaminación del agua subterránea en Yucatán

    OpenAIRE

    María Concepción Torres Díaz; Yanet Yahaira Basulto Solis; Jorge Cortés Esquivel; Karla García Uitz; Ángel Koh Sosa; Franklin Puerto Romero; Julia Guadalupe Pacheco Ávila

    2014-01-01

    El objetivo del presente trabajo fue evaluar el riesgo de contaminación del agua subterránea mediante la generación y análisis del mapa de riesgo de las regiones hidrogeológicas Semicírculo de cenotes y Zona costera en el estado de Yucatán, México. El mapa de riesgo se obtuvo a partir de los mapas de vulnerabilidad y peligrosidad. La vulnerabilidad se evaluó con base en las siete variables que integran el método DRASTIC: D, profundidad; R, recarga neta; A, litología y estructura media del...

  12. Vulnerabilidad y resiliencia urbana frente al cambio climático: El caso de la zona metropolitana de Guadalajara, México

    OpenAIRE

    LAURENCE BERTOUX; DANIEL GONZÁLEZ ROMERO

    2015-01-01

    México participa en iniciativas y acuerdos relativos al cambio climático. Se han elaborado estudios e instrumentos legislativos para enfrentar el fenómeno. En la Zona Metropolitana de Guadalajara (ZMG), segunda área urbana de México, se han realizado estudios meteorológicos y geográficos de vulnerabilidad del territorio que ofrecen un panorama de dicha condición, la cual depende de las características físicas de la zona expuesta a los riesgos, como también de la vulnerabilidad estructural pro...

  13. CARACTERIZACIÓN DE LA VULNERABILIDAD ALIMENTARIA EN FAMILIAS BENEFICIARIAS DE LA FUNDACIÓN BANCO ARQUIDIOCESANO DE ALIMENTOS. BOGOTÁ, COLOMBIA, 2005

    OpenAIRE

    Leclercq-Barriga, Martha; Departamento de Nutrición y Bioquímica, Facultad de Ciencias, Pontificia Universidad Javeriana, Carrera. 7 No. 43-82. Bogotá; Liévano-Fiesco, Martha; Departamento de Nutrición y Bioquímica, Facultad de Ciencias, Pontificia Universidad Javeriana, Carrera. 7 No. 43-82. Bogotá; García-Londoño, Gloria; Departamento de Nutrición y Bioquímica, Facultad de Ciencias, Pontificia Universidad Javeriana, Cra. 7 Nº 43 - 82, Bogotá,; Liévano-de Lombo, Gladys; Departamento de Nutrición y Bioquímica, Facultad de Ciencias, Pontificia Universidad Javeriana, Cra. 7 Nº 43 - 82, Bogotá; Castro, Y.; Departamento de Nutrición y Bioquímica, Facultad de Ciencias, Pontificia Universidad Javeriana, Cra. 7 Nº 43 - 82, Bogotá; Morales, N.; Departamento de Nutrición y Bioquímica, Facultad de Ciencias, Pontificia Universidad Javeriana, Cra. 7 Nº 43 - 82, Bogotá

    2008-01-01

    Se caracterizaron familias a riesgo de inseguridad alimentaria mediante el Sistema de Identificación y Monitoreo de la Vulnerabilidad Alimentaria - SIMVA, Programa Mundial de Alimentos (PMA). Fueron analizadas las características demográficas del hogar y la familia, la disponibilidad y acceso a alimentos, el acceso a bienes y servicios, entre otros, para focalizar recursos y diseñar intervenciones con la población en vulnerabilidad. El estudio se realizó en una institución beneficiaria de la ...

  14. Avaliação da vulnerabilidade ambiental de reservatórios à eutrofização Evaluation of reservoirs environmental vulnerability to eutrophication

    OpenAIRE

    Maria Cléa Brito de Figueirêdo; Adunias S. Teixeira; Lúcia de Fátima Pereira Araújo; Morsyleide de Freitas Rosa; Walt Disney Paulino; Suetônio Mota; José Carlos de Araújo

    2007-01-01

    Esse trabalho apresenta uma ferramenta de análise da vulnerabilidade de reservatórios à eutrofização, visando subsidiar ações de controle e remediação desse processo. Foram analisadas três subbacias de açudes - Araras, Edson Queiroz e Jaibaras, da bacia do Acaraú, CE, Brasil. A análise multiatributo usada na definição de indicadores ambientais de vulnerabilidade dos açudes à eutrofização, considerou sua sensibilidade e fatores de pressão nas suas sub-bacias que acarretam o transporte de sedim...

  15. Eventos estressores em crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre Stressing events in socially vulnerable children and adolescents in Porto Alegre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michele Poletto

    2009-04-01

    Full Text Available O presente artigo investigou a ocorrência e o impacto de eventos estressores para 297 crianças/adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre (ambos os sexos; 7-16 anos, M = 11,22; SD = 2,13. O grupo 1 (G1 consistiu em 142 participantes, que viviam com suas famílias e o grupo 2 (G2, em 155 institucionalizados. Todos foram entrevistados e responderam individualmente ao Inventário de Eventos Estressores na Infância/Adolescência. Os eventos estressores mais freqüentes para amostra total foram: cumprir ordens dos pais (85,2%; discussão com amigos (72,9%; morte de familiares (71,8%; reprovação escolar (69,2%; e brigas com irmãos (68%. Um teste t de Student revelou diferença significativa entre G1 e G2 (p0,05. A alta ocorrência e impacto de eventos estressores expõem a situação de vulnerabilidade social e familiar, presença de violência e privação de recursos em ambos os grupos.This paper investigated the occurrence and impact of stressing events for 297 low- income children/adolescents (both sexes; 7-16 years, M =11.22; SD = 2.13 in the city of Porto Alegre. Group 1 (G1 consisted of 142 participants (living with their families and Group 2 (G2 of 155 institutionalized individuals. All were individually interviewed and answered the Stressing Events Inventory for Children/Adolescents. The most frequent stressing events for the sample were: follow orders given by the parents (85.2%; quarrels with friends (72.9%; death of relatives (71.8%; failure at school (69.2%; and rivalry of siblings (68%. Student's t-test revealed significant difference between groups (p 0.05. The high frequency and strong impact of stressing events reveal the situation of social and familiar vulnerability, presence of violence and lack of resources in the whole group.

  16. Combate ao niilismo e ao totalitarismo em Camus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emanuel Ricardo Germano

    2013-05-01

    Full Text Available A partir de uma leitura da peça Calígula, elaborada entre 1941 e 1943, procurar-se-á contribuir na restituição das preocupações éticas, políticas e filosóficas em cena no teatro de Albert Camus, analisando o sentido de sua expressão teatral no contexto de dois combates,ao niilismo filosófico e ao totalitarismo político de seu tempo. Observaremos em Calígula um importante registro do amadurecimento das leituras de duas heranças filosóficas relevantes na formação intelectual de Camus, Nietzsche e Heráclito, à luz da experiência do totalitarismo, observando e ressaltando com isso a amplitude de seu intertexto filosófico e a importância do aporte ético e político de Camus como pensador multifacetado, engajado nos enfrentamentos históricos e solicitações críticas de seu tempo.

  17. CONTRIBUIÇÃO AO ENTENDIMENTO DA SENSIBILIDADE AMBIENTAL AO DERRAMAMENTO DE ÓLEO NO LITORAL DE MARICÁ NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érika Cardoso da Silva Baptista

    2016-01-01

    Full Text Available Desastres associados ao transporte marinho e terrestre de hidrocarbonetos causam sérios impactos aos ambientes costeiros, afetando a fauna e a flora marinha, além de prejudicar diversas atividades econômicas, inclusive àquelas tradicionais, como é o caso da pesca artesanal. Assim, faz-se necessário conhecer a geologia e a geomorfologia da costa, em especial as praias devido à elevada dinâmica e vulnerabilidade desses ambientes. A construção de megaempreendimentos na zona costeira e o tráfego de navios petroleiros e pequenas embarcações, ou mesmo a implantação de dutos, localizados junto à linha de costa, representam uma ameaça ao equilíbrio dos ecossistemas. Para tal, foram analisados diversos aspectos da geomorfologia costeira de Maricá, para posterior identificação do grau de sensibilidade deste litoral a eventos de derramamento de óleo, a partir do Índice de Sensibilidade Ambiental (ISA proposto pelo Ministério do Meio Ambiente. O litoral de Maricá, ao longo de 34 km de extensão entre Itaipuaçú (no extremo oeste e Ponta Negra (a leste, apresenta quatro áreas distintas quanto à sensibilidade à poluição decorrente de derramamento de óleo, sendo: ISA1, para as áreas de costões rochosos localizados nas extremidades leste e oeste deste litoral; ISA4, para a quase totalidade das praias, formadas por areias quartzosas grossa e média, exceto o extremo-oeste de Itaipuaçú, que possui areia muito grossa e cascalhos sendo, portanto, representada pelo ISA5; e ISA10, para as lagoas costeiras e canais na retaguarda das barreiras arenosas, sujeitas à contaminação por meio dos canais e por transposição por grandes ondas de tempestades. Os índices compreendem os extremos dessa classificação, devido à grande variedade de elementos na paisagem costeira de Maricá e mostra a elevada sensibilidade deste litoral, frente à ameaça de desastres causados por derramamento de óleo.

  18. Adrenoleucodistrofia cerebral ligada ao x

    OpenAIRE

    Ono,Sergio Eiji

    2013-01-01

    Resumo: OBJETIVO: o padrão-ouro em exames de imagem para avaliar a adrenoleucodistrofia ligada ao X é o escore de Loes, baseado na localização, alterações de sinais e grau de atrofia. Os objetivos deste estudo foram avaliar como os parâmetros do tensor de difusão correlacionam com o escore de Loes e avaliar se poderiam indicar alterações estruturais precoces. PACIENTES E MÉTODOS: as medidas do tensor de difusão foram obtidas em 9 locais pré-estabelecidos da substância branca, bilateralmente, ...

  19. Educaçao ambiental

    OpenAIRE

    Carneiro,Danielle

    2013-01-01

    Resumo: A idéia desse trabalho surgiu no momento em que me inseri na comunidade de Pontal do Sul, envolvida em distintas atividades educativas com o mesmo público. Uma delas refere-se ao ensino público fundamental e outra à atividades de pesquisa e Educação Ambiental (EA) dentro de um projeto de extensão universitária. A EA vem sendo realizada de forma diversificada, baseada em diferentes concepções, fundamentadas em princípios e diretrizes construídos num momento de difusão da Ecologia e de ...

  20. Idosos em situação de rua ou vulnerabilidade social: facilidades e dificuldades no uso de ferramentas computacionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Antonio da Eira Frias

    2014-10-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo identificar as facilidades e dificuldades encontradas por idosos em situação de rua ou vulnerabilidade social, no uso do computador ou internet. É uma pesquisa qualitativa do tipo exploratório, de que participaram cinco idosos assistidos em uma Organização não Governamental situada na cidade de São Paulo. Os discursos foram analisados pela Técnica de Análise de Conteúdo e evidenciaram como facilidades, dentre outras, esclarecer dúvidas com os monitores, o estímulo para novas descobertas aliada a proatividade e curiosidade, desenvolvimento de novas habilidades. As dificuldades estavam relacionadas a questões físicas ou cognitivas, à falta de instrutor e de conhecimento para interagir com a máquina. Os estudos voltados para a população idosa em situação de rua ou vulnerabilidade social podem contribuir com evidências que direcionem a formulação de políticas públicas voltadas para essa parcela da população.

  1. Subalternidade de gênero: refletindo sobre a vulnerabilidade para violência doméstica contra a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Christina Macedo Piosiadlo

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Este artigo tem o objetivo de refletir sobre a violência de gênero praticada contra a mulher no espaço intrafamiliar, sobretudo, a relação entre a subalternidade de gênero no âmbito familiar e a vulnerabilidade para este tipo de violência. Resultados: A subalternidade de gênero e a violência contra mulher apresentam-se entrelaçadas na história e, conformam-se por meio da construção de gênero nas sociedades. As mulheres formam um grupo que é violentado, constantemente, e de diversas maneiras, como, agressões e abusos físicos, verbais e sexuais cometidos por parceiros ou ex-parceiros, familiares, amigos, desconhecidos, por instituições públicas ou pelo Estado. Conclusão: Para que os serviços de saúde possam se antecipar às doenças e agravos decorrentes da violência doméstica é essencial compreender os aspectos relacionados à vulnerabilidade da mulher para a violência, como um indicador da iniquidade e da desigualdade social que supera o conceito probabilístico de risco.

  2. EVALUACIÓN DE LA VULNERABILIDAD SÍSMICA DE ESTRUCTURAS UTILIZANDO UN DISEÑO POR DESEMPEÑO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    JULIÁN CARRILLO

    2008-01-01

    Full Text Available Debido a la actualización de los códigos de diseño sísmico, los requerimientos y la demanda sísmica con los cuales deben diseñarse las nuevas estructuras, comúnmente son mayores que los utilizados durante la etapa de diseño de edificaciones existentes. La mayoría de los estudios de vulnerabilidad que deben realizarse, se efectúan utilizando métodos simplificados incluidos en los códigos de diseño sísmico. Sin embargo, en la mayoría de los casos, son demasiado conservadores y poco representativos del comportamiento real de las estructuras. Usando un enfoque de diseño por desempeño, es posible tener una estimación más acertada de dicho comportamiento, permitiendo, en la mayoría de los casos, disminuir o eliminar los costos de una rehabilitaón estructural. En el artículo se presenta la descripción detallada y un caso de estudio de una de las técnicas disponibles para la realizar un estudio de vulnerabilidad sísmica utilizando un enfoque de diseño por desempeño.

  3. Women and HIV

    Science.gov (United States)

    ... Consumer Information by Audience For Women Women and HIV Share Tweet Linkedin Pin it More sharing options ... HIV? What should pregnant women know about HIV? HIV Quick Facts What is HIV? HIV is the ...

  4. Qualidade de vida e adesão ao tratamento anti-retroviral de pacientes portadores de HIV Calidad de vida y adhesión al tratamiento antiretroviral de pacientes portadores de VIH Quality of life and adherence to HAART in HIV-infected patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Geocze

    2010-08-01

    Full Text Available Foi realizada uma revisão da literatura científica sobre adesão terapêutica à highly active antiretroviral therapy e sobre a qualidade de vida dos pacientes portadores do HIV, indexada no MEDLINE no período entre 1998 e 2008. Foram incluídos estudos em pacientes maiores de 18 anos, publicados em português, espanhol ou inglês. Foram excluídos estudos de revisão, relatos de caso e cartas. Dos 21 estudos encontrados, 12 foram incluídos (três ensaios clínicos, três coortes prospectivos, seis transversais. A relação entre qualidade de vida e adesão terapêutica permanece controversa, embora estudos descritivos apontem a possibilidade de uma relação positiva. Os resultados podem ter sido influenciados por características específicas dos ensaios clínicos descritos e mostram não haver consenso sobre o impacto da adesão terapêutica sobre a qualidade de vida dos pacientes.Se realizó una revisión de la literatura científica sobre adhesión terapéutica a la terapia antirretroviral altamente activa y sobre la calidad de vida de los pacientes portadores de VIH, indexados en el MEDLINE en el período entre 1998 y 2008. Se incluyeron estudios en pacientes mayores de 18 años, publicados en portugués, español o inglés. Se excluyeron estudios de revisión, relatos de caso y cartas. De los 21 estudios encontrados, 12 fueron incluidos (tres ensayos clínicos, tres cohortes prospectivas, seis transversales. La relación entre calidad de vida y adhesión terapéutica permanece controversial a pesar de que estudios descriptivos señalen la posibilidad de una relación positiva. Los resultados pueden haber sido influenciados por características específicas de los ensayos clínicos descritos y muestran no haber consenso con relación al impacto de la adhesión terapéutica sobre la calidad de vida de los pacientes.A review on adherence to highly active antiretroviral therapy and the quality of life of patients living with HIV in the

  5. La vulnerabilidad en el Área Urbana de Madrid. 1991-2001

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iván Rodríguez Suárez

    2013-04-01

    Full Text Available ResumenEste artículo analiza la evolución de las áreas con población vulnerable y la segregación residencial del Área Urbana de Madrid (AUM entre los años 1991 y 2001. La investigación se realiza mediante el análisis de dos índices utilizados anteriormente en la medición de la desigualdad urbana y la segregación espacial (HERNÁNDEZ AJA, 2009: el índice de población analfabeta y sin estudios, y el índice de viviendas sin retrete o cuarto de aseo. En el periodo de estudio observado ambos índices experimentaron mejoras significativas en escalas de agregación espacial nacional, regional o de área urbana (INE, 2004. Sin embargo, en este trabajo se refleja que la distribución de estas mejoras a escalas municipales e inframunicipales no es homogénea: en este periodo se incrementaron los desequilibrios internos en el AUM y éstos responden a patrones espaciales diferenciados para los municipios de la corona metropolitana y el municipio central del AUM.Palabras claveVulnerabilidad urbana, segregación residencial, áreas metropolitanas, geografía urbana de la desigualdad, corona metropolitana.AbstractThis article analyzes the evolution of vulnerable areas and residential segregation in Madrid Urban Area (AUM between 1991 and 2001. Research is conducted by analyzing two indices previously used in measuring urban inequality and spatial segregation (HERNÁNDEZ AJA, 2009: the rate of illiterate and uneducated population, and the rate of households without toilet or shower room. In the study period observed both indices experienced significant improvements in spatial aggregation scales of national, regional or urban areas (INE, 2004. However, this paper shows that the distribution of these improvements to municipal and inframunicipal scales is not homogeneous: in this period increased internal imbalances in AUM and they respond to different spatial patterns for the municipalities of the metropolitan and AUM central municipality

  6. Autonomía, heteronomía y vulnerabilidad en el proceso de parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Goberna Tricas, Josefina

    2012-04-01

    Full Text Available Resumen: Objetivo principal: Indagar en los principios éticos de autonomía y vulnerabilidad en la atención al partoMetodología: Reflexión ético-filosófica.Resultados principales: El parto es un proceso en que las vivencias corporales deben objetivrse en el “Yo materno”. Una transición harmoniosa entre las fases “corporales” de las contracciones y las fases de objetivación de las sensaciones, que se produce en los periodos intercontráctiles permiten una vivencia en que la mujer mantiene el control de la situación. Cuando esta transición no tiene lugar de forma adecuada la mujer se siente frágil y es vulnerable.Conclusión principal: El parto es por definición una situación vulnerable en la que los profesionales deben ejercer el cuidado. Siempre existen aspectos unidos a la corporalidad del proceso que no podrán anticiparse en la elaboración del plan de parto, por ello en el proceso asistencial y en la actuación profesional a la competencia técnica es fundamental añadir las habilidades humanas de cuidado, compasión y acompañamiento.Abstract: Main objective: To investigate about the ethical principles of autonomy and vulnerability in the childbirth care. Methodology: Ethical and philosophical reflection.Main results: Birth is a process in which the corporal experiences must be objectify in the “maternal Me” A harmonious transition between body contractions phases and the phases of objectification of the sensations, which occurs during “intercontractions’ periods”, it allows an experience in which women retain control of the situation. When this transition takes place with difficulty, women feel weak and vulnerable.Main conclusion: Delivery process is a vulnerable situation in which professionals should look after with care. There are aspects linked to the bodily aspect of the process which cannot be anticipated in developing the “Birth plan”, so in the care process’ performance and in the technical

  7. Vulnerabilidad social, institucionalidad y percepciones sobre el cambio climático: un acercamiento al municipio de San Felipe, Costa de Yucatán

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Soares

    2011-01-01

    Full Text Available Se contribuye al avance de la discusión sobre vulnerabilidad social frente al cambio climático y a la par se presenta un estudio de caso sobre percepciones acerca de la vulnerabilidad social en el municipio de San Felipe, en la costa de Yucatán, Méx., a fin de conocer, de modo contextualizado y empírico, las distintas expresiones de vulnerabilidad social que padecen los también distintos actores sociales locales. Los resultados encontrados revelan que la idea general sobre el cambio climático lo asocian principalmente al cambio de la temperatura, que un elevado porcentaje de personas jamás ha recibido capacitación sobre cambio climático y que los actores locales apuntan a los programas de empleo temporal como su principal medida de adaptación. Los resultados son preocupantes, dado que expresan un desconocimiento sobre el tema y la carencia de estrategias encaminadas a reducir la vulnerabilidad a largo plazo.

  8. Metodología para el análisis de vulnerabilidad en cuencas abastecedoras de agua ante la variabilidad climática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mónica Patricia Valencia Rojas

    2014-12-01

    Full Text Available Este artículo de investigación presenta una metodología para el análisis de vulnerabilidad de fuentes abastecedoras de agua con resultados regionales (Popayán y Cajibío, considerando los siguientes elementos: 1 Incorporación de indicadores pertinentes para fuentes abastecedoras de acueductos municipales, 2 Saberes locales sobre percepción, clima e identificación de problemáticas relacionadas, 3 Procedimientos matemáticos y ajuste del algoritmo para calcular la vulnerabilidad y 4 articulación con instrumentos de planificación territorial. Como resultado, la vulnerabilidad en el escenario actual de la subcuenca río Las Piedras (Popayán es medio baja (0,42, producto de la capacidad adaptativa generada por procesos sinérgicos desarrollados entre los actores locales; en contraste, la subcuenca del río Michicao (Cajibío presenta una vulnerabilidad media alta (0,54, debido a la desarticulación social, baja presencia institucional y nula inversión ambiental.

  9. Evaluación de la vulnerabilidad del acuífero Morroa a contaminación por plaguicidas aplicando la metodología DRASTIC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vicente Vergara Flórez

    2009-01-01

    Full Text Available En este trabajo fueron elaborados los Mapas de Vulnerabilidad Intrínseca y Específica a plaguicidas del acuífero Morroa mediante el sistema paramétrico DRASTIC. Para su elaboración se definió la geometría del sistema basándose en las variables del método, a través del software Arcgis 9.2. Los valores superiores obtenidos por zonas fueron los de Índice General de Vulnerabilidad Específica a plaguicidas, con resultados comprendidos entre 89 y 179 (de unos posibles 26 a 256, dividido en 5 intervalos de vulnerabilidad en su área continua, que corresponde al 91.2% del total, así: 0.6% Insignificante, 10.7% Muy Baja, 50.6% Baja, 21.9% Moderada y el 7.4% presenta una Vulnerabilidad Alta. Estos resultados constituyen una base de gestión ambiental y un punto de partida para investigaciones encaminadas a la protección del acuífero contra la contaminación por plaguicidas y demás sustancias de especial cuidado ambiental.

  10. Estudio y gestión de vulnerabilidades informáticas para una empresa privada en el departamento de Boyacá (Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julián Alberto Monsalve-Pulido

    2014-07-01

    Full Text Available Se expone el resultado del diagnóstico de seguridad informática realizado a una organización privada en el departamento de Boyacá (Colombia, y de la creación y aplicación de un plan de gestión de vulnerabilidades diseñado a la medida de las necesidades de dicha organización. Se inició la investigación con el levantamiento del inventario tecnológico de la empresa, para identificar los problemas que pueden causar alguna vulnerabilidad que afecte la seguridad de la información. Tras una etapa de 6 meses de monitoreo del plan de gestión dentro de la empresa, se evidenció la efectividad de éste, pues se logró una reducción del 70% en las vulnerabilidades, con la aplicación de algunos remedios previamente diseñados. Por otro lado, en el artículo se muestran algunos cuadros comparativos de herramientas informáticas que fueron seleccionadas y utilizadas en la aplicación de las etapas del plan de gestión, ya que pueden ayudar a investigaciones futuras a la selección de herramientas para el monitoreo y gestión de vulnerabilidades.

  11. Enfoque de vulnerabilidad social para investigar las desventajas socioambientales. Su aplicación en el estudio de los adultos mayores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego SÁNCHEZ-GONZÁLEZ

    2011-01-01

    Full Text Available El artículo reflexiona sobre el contexto actual de los estudios relativos al enfoque de la vulnerabilidad social, analizando su alcance en el estudio del grupo de los adultos mayores. La metodología se centra en el análisis crítico de una amplia revisión bibliográfica. Los resultados indican que la proliferación de trabajos sobre vulnerabilidad social no ha estado exenta de crítica y falta de consenso. Se proponen nuevas reflexiones teóricas y metodologías, a partir del análisis y clarificación de los componentes y elementos del enfoque de la vulnerabilidad social, para estudiar las desventajas sociales y ambientales, y sus implicaciones en grupos desfavorecidos, como las personas adultas mayores. Así, se plantea la comprensión de la vulnerabilidad social como un enfoque, que desde el punto de vista metodológico, supone el análisis de los riesgos y activos de grupos desfavorecidos, como los adultos mayores. El enfoque en sí despierta grandes expectativas en las políticas sociales y planificación gerontológica.

  12. Como responder ao momento presente?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Filomena Molder

    2013-12-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1984-784X.2013v13n19p13 Foi com esta pergunta — já um efeito de um primeiro encontro entre Irene Pimentel e eu própria — que decidimos desafiar colegas, estudantes e funci­onários da nossa Faculdade, FCSH (Faculdade de Ciências Sociais e Huma­nas, de outras Faculdades da Universidade Nova de Lisboa, de outras Uni­versidades e todos os interessados em con­siderar e discutir em comum aquilo que se passava em Portugal e que no anúncio da Jornada de 6 de De­zembro de 2012 se descrevia como um “processo de desmantela­mento social, económico e cultural sem precedentes — pese embora tantas compara­ções, baseadas na premissa da ‘eterna repetição’ — e cujas consequências não param de exceder as previsões dos responsáveis por esse desmantelamento”. Acedendo com todo o empenho e gratidão ao convite que me foi dirigido por Humberto Brito para fazer uma resenha da Jornada a publicar no primeiro número de Forma de Vida (saúdo a revista e o título, decidi-me, no entanto, a pôr de lado a resenha, que sob a forma de “Editorial” será em breve publi­cada no blogue Responder ao Momento Presente, entre­tanto criado, conjuntamente com os textos escritos pelos nossos convidados, com as parti­cipações de pessoas que corresponderam ao nosso apelo e ainda com contri­bui­ções que se alargaram para lá da Jornada; a que se juntará uma gravação em video, também disponível no Youtube.   Texto publicado originalmente em Forma de Vida, Lisboa, n.1, fev. 2013. Agrade­cemos à autora por permitir a republicação neste número do Boletim. [N.E.

  13. Como responder ao momento presente?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Filomena Molder

    2013-06-01

    Full Text Available Foi com esta pergunta — já um efeito de um primeiro encontro entre Irene Pimentel e eu própria — que decidimos desafiar colegas, estudantes e funci­onários da nossa Faculdade, FCSH (Faculdade de Ciências Sociais e Huma­nas, de outras Faculdades da Universidade Nova de Lisboa, de outras Uni­versidades e todos os interessados em con­siderar e discutir em comum aquilo que se passava em Portugal e que no anúncio da Jornada de 6 de De­zembro de 2012 se descrevia como um “processo de desmantela­mento social, económico e cultural sem precedentes — pese embora tantas compara­ções, baseadas na premissa da ‘eterna repetição’ — e cujas consequências não param de exceder as previsões dos responsáveis por esse desmantelamento”. Acedendo com todo o empenho e gratidão ao convite que me foi dirigido por Humberto Brito para fazer uma resenha da Jornada a publicar no primeiro número de Forma de Vida (saúdo a revista e o título, decidi-me, no entanto, a pôr de lado a resenha, que sob a forma de “Editorial” será em breve publi­cada no blogue Responder ao Momento Presente, entre­tanto criado, conjuntamente com os textos escritos pelos nossos convidados, com as parti­cipações de pessoas que corresponderam ao nosso apelo e ainda com contri­bui­ções que se alargaram para lá da Jornada; a que se juntará uma gravação em video, também disponível no Youtube. Texto publicado originalmente em Forma de Vida, Lisboa, n.1, fev. 2013. Agrade­cemos à autora por permitir a republicação neste número do Boletim. [N.E.

  14. Contributos para a análise espacial em sistemas de informação geográfica da vulnerabilidade socio-territorial no município de Humpata (Angola)

    OpenAIRE

    2015-01-01

    A pesquisa tem como objectivo contribuir para a discussão do conceito de vulnerabilidade socio-territorial em países em desenvolvimento e dar contributos de análise espacial para a construção de um modelo geográfico de vulnerabilidade socio-territorial, tendo como estudo caso o município de Humpata-Angola. A metodologia recorreu a vários instrumentos, nomeadamente organização bibliográfica e documental, discussão do conceito de vulnerabilidade socio-territorial e outros complementares, rec...

  15. Aerosol Observing System (AOS) Handbook

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Jefferson, A

    2011-01-17

    The Aerosol Observing System (AOS) is a suite of in situ surface measurements of aerosol optical and cloud-forming properties. The instruments measure aerosol properties that influence the earth’s radiative balance. The primary optical measurements are those of the aerosol scattering and absorption coefficients as a function of particle size and radiation wavelength and cloud condensation nuclei (CCN) measurements as a function of percent supersaturation. Additional measurements include those of the particle number concentration and scattering hygroscopic growth. Aerosol optical measurements are useful for calculating parameters used in radiative forcing calculations such as the aerosol single-scattering albedo, asymmetry parameter, mass scattering efficiency, and hygroscopic growth. CCN measurements are important in cloud microphysical models to predict droplet formation.

  16. VULNERABILIDAD HIDROCLIMÁTICA Y DEGRADACIÓN DEL SUELO EN REGIONES AGRÍCOLAS SEMIÁRIDAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yarelis Álvarez Morales

    2014-03-01

    Full Text Available Se analizó la vulnerabilidad hidroedafoclimática de tres regiones agrícolas semiáridas de Baja California Sur (B.C.S., el Valle de Santo Domingo (VSD, Valle del Vizacaíno Guerrero Negro (VVGN y la Cuenca Agrícola de La Paz (CALAP, a partir de indicadores de aptitud de los factores clima (FC, agua (FA y suelo (FS. Para La Paz, B.C.S., la información se obtuvo a través del estudio climático, análisis fisicoquímico de suelos y análisis químico del agua de riego en cinco localidades seleccionadas. Para el VVGN y el VSD, como localidades de referencia, se utilizaron parámetros indicadores en fuentes disponibles y publicaciones para la valoración del estado actual de dichos factores. Se seleccionaron 22 indicadores; cinco correspondieron al FC, siete al FA y diez al FS. Para el FC, solamente dos indicadores alcanzaron puntuación favorable por lo que dicho factor resultó deficiente en las tres regiones analizadas. El FA alcanzó la condición de aceptable en las tres zonas, sin embargo, sus valores se observaron en el límite de esta condición. El suelo en el VSD fue calificado como aceptable mientras que en el VVGN y CALAP se evaluaron como deficientes. Según los umbrales de vulnerabilidad propuestos, se pudo inferir que la región con mayor vulnerabilidad a efectos adversos del clima y a procesos de degradación del suelo y el agua es la CALAP, cuyos indicadores principales se consideran en la categoría “altamente vulnerable”; el VVGN alcanzó asimismo dicha categoría mientras que el VSD se calificó como región agrícola “vulnerable” a los factores analizados.

  17. Vulnerabilidad al ascenso del nivel del mar en la costa de la provincia de Río Negro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R.R. Kokot

    2004-09-01

    Full Text Available Los escenarios elaborados a escala mundial por el Panel Internacional de Cambio Climático (IPCC respecto al ascenso del nivel del mar, debido principalmente a la expansión térmica del océano y a las pérdidas de masa de los glaciares, prevén valores que en promedio oscilan entre 0,09 y 0,88 m desde 1990 al 2100, con tendencia a la aceleración. Los impactos potenciales por la elevación del mar conducen a cambios en el área costera, que incluyen inundación, incremento en el retroceso costero, e intrusión salina en los acuíferos y estuarios. Con el objeto de posibilitar un adecuado manejo de la costa de la provincia de Río Negro, se efectuó una zonificación que permite disponer de información referente a la vulnerabilidad por ascenso del nivel del mar, a través de un mapa de simple lectura. Las áreas de peligrosidad geológica, referidas a inundación permanente y/o episódica se identificaron mediante índices de vulnerabilidad costera, también denominados índices de susceptibilidad, obtenidos a través de la aplicación de un algoritmo que relaciona variables obtenidas a partir de información geológica costera, oceanográfica y climatológica. Las zonas más vulnerables al ascenso del nivel del mar, corresponden a Balneario El Salado (Playas Doradas, San Antonio Oeste - San Antonio Este, Caleta de los Loros y la desembocadura del río Negro, mientras que el tramo de costa correspondiente a la costa acantilada ubicada al oeste del río Negro y al sur de punta Pórfido, muestra una vulnerabilidad baja.

  18. Analisis de la vulnerabilidad laboral y los determinantes del trabajo decente. El caso de Ecuador 2008-2011

    OpenAIRE

    Alejandra Villacis; Marcos Reis

    2016-01-01

    El artículo hace un análisis de la vulnerabilidad del mercado laboral medida a través de la iniciativa de trabajo decente de la oit. Se aplica —para Ecuador en el período 2008-2011— un modelo derivado de la metodología de pobreza multidimensional que toma en cuenta tanto el bienestar económico como el bienestar social. Como resultados, se encuentra que, para el promedio del período, apenas el 1 % del total de la población ocupada tiene un trabajo decente, mientras que el 67,6 % tiene un traba...

  19. O corpo como mercadoria: exploração sexual de adolescentes e vulnerabilidade social das famílias

    OpenAIRE

    Pedersen, Jaina Raqueli

    2014-01-01

    O tema e a delimitação deste estudo compreendem a exploração sexual de adolescentes nos municípios de São Borja e Itaqui/RS e sua relação com a vulnerabilidade social das famílias atendidas no Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI). A relevância dessa investigação reside no fato de dar visibilidade as particularidades da exploração sexual enquanto temática que carece de maior apropriação e debate pelos (as) profissionais que atuam nas políticas sociais...

  20. Percepción del riesgo de inundaciones en municipios litorales alicantinos: ¿aumento de la vulnerabilidad?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio M. Rico Amorós

    2010-01-01

    Full Text Available Durante las dos últimas décadas, el litoral alicantino ha registrado un fuerte incremento de la vulnerabilidad a los fenómenos de inundación como consecuencia del aumento a la exposición física a los mismos, propiciada por la expansión de nuevas áreas residenciales urbano-turísticas. En este artículo, se analiza la percepción social de las inundaciones, valorando las variables de resistencia y resiliencia frente a este riesgo natural. Para ello, se ofrecen los resultados de las encuestas de percepción llevadas a cabo a la población permanente y estacional afectada por las inundaciones en municipios litorales alicantinos.

  1. Los desastres naturales en Mexicali, B.C.: Diagnóstico sobre el riesgo y la vulnerabilidad urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juan Manuel Rodríguez Esteves

    2002-01-01

    Full Text Available Este trabajo expone el problema de los desastres naturales en la ciudad de Mexicali, B.C., México. Asimismo presenta una referencia sobre la importancia de su estudio en el ámbito mundial y la forma de atención de los desastres en México. Esta investigación muestra un diagnóstico sobre el riesgo y la vulnerabilidad urbana ante lluvias intensas y sismos, y concluye que en Mexicali son más frecuentes éstos que aquéllas. Además existen algunos vacíos en la legislación, especialmente en la estatal, en materia de protección civil para la prevención, mitigación y tratamiento de los desastres de origen natural.

  2. Estimación de la vulnerabilidad de acuíferos mediante un modelo cuantitativo - Hydrus 1D

    OpenAIRE

    Ríos Rojas, Liliana; Vélez Otálvaro, María Victoria

    2007-01-01

    En el presente trabajo se efectúa una estimación y zonificación de la vulnerabilidad a la contaminación del agua subterránea del sector sur del acuífero del Valle del Cauca, mediante el modelo HYDRUS­1D que representa los fenómenos de flujo y transporte en la zona no saturada (ZNS). Se comparan los resultados con los obtenidos usando diferentes métodos de índice y superposición. También se simula un evento de contaminación usando el modelo Visual MODFLOW para la zona saturada (ZS). El modelo ...

  3. Resiliência em Adolescentes em Situação de Vulnerabilidade Social / Adolescent Resilience in Socially Vulnerable Situations

    OpenAIRE

    Karla Rafaela Haack; Josinéia dos Santos de Lemos Vasconcellos; Sílvia Dutra Pinheiro; Faccat; Laíssa Eschiletti Prati

    2012-01-01

    O estudo da resiliência é um fenômeno ainda novo nas ciências humanas e na saúde. Nestas áreas, o fenômeno é entendido pela capacidade de recuperar-se positivamente de situações adversas. O presente artigo caracteriza a resiliência em adolescentes em situação de vulnerabilidade social do Vale do Paranhana, RS. Para tanto, utilizou-se a Escala de Resiliência numa amostra de 35 adolescentes com idade entre 12 e 15 anos. Além da análise geral da escala foram verificadas diferenças entre quinze a...

  4. Vulnerabilidad a la contaminación, zona sur acuífero del Valle del Cauca, Colombia.

    OpenAIRE

    Ríos Rojas, Liliana; Vélez Otálvaro, María Victoria

    2008-01-01

    El movimiento de un contaminante desde la superficie del suelo hasta el agua subterránea puede tomar días ó décadas antes que el impacto de la contaminación resulte evidente y hasta este momento grandes volúmenes del acuífero estarán involucrados. Por lo cual las medidas de limpieza, casi siempre tienen un alto costo económico y su ejecución es bastante dispendiosa desde el punto de vista técnico. Es ésta entonces una justificación válida para un estudio de vulnerabilidad a la contaminación q...

  5. Estado de situación del agro pampeano. Bases para teorizar sobre indicadores de vulnerabilidad socio-territorial

    OpenAIRE

    2008-01-01

    El estado de situación del agro pampeano desde la implantación del modelo económico neoliberal en la década del '70 hasta nuestros días, plantea el desafío de repensar las categorías de análisis que nos permitan abordar el estudio de la vulnerabilidad socio-territorial de los actores sociales implicados en el agro. Los supuestos neoliberales que han conducido el modelo de producción agropecuario de acumulación y rápida rotación de capital, especulación financiera, externalización de costos so...

  6. Edificios de regulación en la ciudad Estándar : Las vulnerabilidades y Sostenibilidad

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela Lunardelli Cavallazzi

    2016-06-01

    Full Text Available La dimensión del actual proceso de globalización acaba generando nuevas vulnerabilidades, tanto sociales como ambientales, cuestionando de forma incisiva las perspectivas de la sustentabilidad en las ciudades contemporáneas. En la perspectiva de la eficacia social de la norma urbanística el presente estudio establece el dialogo entre los campos del derecho y del urbanismo. El Derecho a la ciudad es un concepto clave, estructurados de la justicia distributiva y está directamente asociado a la calidad de vida de los habitantes de la ciudad. La naturaleza de los derechos que estructuran el Derecho a la ciudad, a ejemplo de los derechos del consumidor y del medio ambiente es su titularidad indefinida, se tratando de derechos colectivos y difusos.

  7. La vulnerabilidad e invisibilidad de las mujeres ante el VIH/SIDA: constantes y cambios en el tema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Herrera Cristina

    2002-01-01

    Full Text Available Este artículo es una reflexión sobre la problemática que viven las mujeres ante el VIH/SIDA. A través de estadísticas mundiales y nacionales que dan cuenta del incremento de la epidemia en las mujeres, se hace evidente la necesidad de atender el problema. Se argumenta cómo la estructura y relaciones de género favorecen la vulnerabilidad de las mujeres, y cómo la vulnerabilidad y el riesgo de infección se incrementan para muchas mujeres al transitar por diversas situaciones específicas, como la migración, la precariedad de empleo y la violencia doméstica, entre otras. Se enuncian los principales obstáculos que enfrentan las mujeres para hacer socialmente visible su situación y necesidades, así como la falta de poder para encarar de manera más eficaz su problemática. Se habla de las iniciativas de la sociedad civil organizada y de las estrategias gubernamentales que se han implantado, así como de sus principales logros, carencias, necesidades y retos. Finalmente, a manera de conclusión y recomendación, se destaca la necesidad de establecer y evaluar programas y políticas de prevención y atención bajo una perspectiva de género y de derechos humanos, que permita una mayor conciencia y mejores respuestas al problema de las mujeres frente al VIH/SIDA.

  8. SRAO: the first southern robotic AO system

    Science.gov (United States)

    Law, Nicholas M.; Ziegler, Carl; Tokovinin, Andrei

    2016-08-01

    We present plans for SRAO, the first Southern Robotic AO system. SRAO will use AO-assisted speckle imaging and Robo-AO-heritage high efficiency observing to confirm and characterize thousands of planet candidates produced by major new transit surveys like TESS, and is the first AO system to be capable of building a comprehensive several-thousand-target multiplicity survey at sub-AU scales across the main sequence. We will also describe results from Robo-AO, the first robotic LGS-AO system. Robo-AO has observed tens of thousands of Northern targets, often using a similar speckle or Lucky-Imaging assisted mode. SRAO will be a moderate-order natural-guide-star adaptive optics system which uses an innovative photoncounting wavefront sensor and EMCCD speckle-imaging camera to guide on faint stars with the 4.1m SOAR telescope. The system will produce diffraction-limited imaging in the NIR on targets as faint as mν = 16. In AO-assisted speckle imaging mode the system will attain the 30-mas visible diffraction limit on targets at least as faint as mν = 17. The system will be the first Southern hemisphere robotic adaptive optics system, with overheads an order of magnitude smaller than comparable systems. Using Robo-AO's proven robotic AO software, SRAO will be capable of observing overheads on sub-minute scales, allowing the observation of at least 200 targets per night. SRAO will attain three times the angular resolution of the Palomar Robo-AO system in the visible.

  9. Manter-se acordado: a vulnerabilidade dos caminhoneiros no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Riva Knauth

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores associados ao uso de substâncias estimulantes por caminhoneiros para se manterem acordados. MÉTODOS: Survey com 854 motoristas em oito locais de concentração de caminhoneiros (sete postos de gasolina e um posto aduaneiro em região de fronteira em cinco municípios do Rio Grande do Sul, em 2006. O desfecho "uso de rebite" foi categorizado em "sim" ou "não". Foi realizada análise de regressão de Poisson com variância robusta para a seleção de variáveis do modelo, que foi composto por níveis socioeconômicos, demográficos, de informações sobre a profissão e sobre o consumo de álcool. RESULTADOS: O consumo de rebite para se manter acordado foi declarado por 12,4% dos caminhoneiros de forma isolada ou em combinação com outras substâncias (café, guaraná em pó, energéticos, cocaína aspirada. O rebite foi a substância mais citada por aqueles que consumiam algo para ficar acordados. A ingestão de bebidas alcoólicas foi prática de mais de 70% dos entrevistados, dos quais 45,1% relataram consumo pelo menos uma vez por semana. O uso de rebite esteve associado às faixas etárias mais jovens, ao aumento da renda, à maior duração das viagens e ao consumo de álcool. DISCUSSÃO: O aumento da remuneração dos caminhoneiros implica aumento da carga de trabalho. Isso produz desgaste físico e emocional, levando-os a buscar solução temporária no consumo de substâncias estimulantes. A redução do consumo abusivo de álcool e do uso ilícito de substâncias como anfetaminas por motoristas profissionais depende não só de políticas voltadas para a prevenção e tratamento de drogas, mas de políticas intersetoriais articuladas que garantam melhores condições de trabalho e de saúde aos caminhoneiros.

  10. HIV Treatment: The Basics

    Science.gov (United States)

    HIV Treatment HIV Treatment: The Basics (Last updated 2/24/2017; last reviewed 2/24/2017) Key Points Antiretroviral therapy (ART) ... reduces the risk of HIV transmission . How do HIV medicines work? HIV attacks and destroys the infection- ...

  11. HIV/AIDS Treatment

    Science.gov (United States)

    ... with facebook share with twitter share with linkedin HIV/AIDS Treatment HIV/AIDS HIV/AIDS Vaccine Development ... such as hepatitis, malaria, and tuberculosis. Treatment of HIV Infection In the early 1980s when the HIV/ ...

  12. FUNCIONES DE VULNERABILIDAD Y MATRICES DE PROBABILIDAD DE DAÑO SÍSMICO PARA EDIFICACIONES DE MAMPOSTERÍA UTILIZANDO TÉCNICAS DE SIMULACIÓN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ESPERANZA MALDONADO RONDÓN

    2008-01-01

    Full Text Available En este trabajo se presenta una metodología para definir el daño producido por un sismo de determinado nivel en edificaciones de mampostería por medio de la generación de funciones de vulnerabilidad simuladas. La metodología propuesta consiste en utilizar un índice de vulnerabilidad y relacionarlo con un índice de daño en función de un evento sísmico determinado. El modelo de índice de vulnerabilidad correspondió al definido por Maldonado et al. 2007 en una investigación anterior, y el índice de daño fue determinado mediante una relación demanda-capacidad evaluando los esfuerzos mediante el modelo de Abrams. La construcción de las funciones requirió contar con una muestra amplia de edificaciones, para lo cual se utilizaron técnicas de simulación que permitieron disponer de 6000 edificios hipotéticos. A cada uno de los edificios hipotéticos se le calculó su índice de vulnerabilidad y su índice de daño para diferentes aceleraciones máximas desde, 0,05g a 0,25g, y con ellos se construyeron las funciones de vulnerabilidad y matrices de probabilidad de daño sísmico para cada uno de estos valores de aceleración. De esta forma, las funciones y matrices de probabilidad de daño permiten conocer el daño que pueden alcanzar las edificaciones de mampostería para un evento de un determinado valor de aceleración máxima en función de un estimativo de su vulnerabilidad. Las funciones definidas en este estudio fueron utilizadas en la evaluación de los daños producidos por un sismo de determinado nivel en las edificaciones de una parte de la población del área metropolitana de Bucaramanga, en el municipio de Floridablanca.

  13. MagAO: status and science

    Science.gov (United States)

    Morzinski, Katie M.; Close, Laird M.; Males, Jared R.; Hinz, Phil M.; Esposito, Simone; Riccardi, Armando; Briguglio, Runa; Follette, Katherine B.; Pinna, Enrico; Puglisi, Alfio; Vezilj, Jennifer; Xompero, Marco; Wu, Ya-Lin

    2016-07-01

    "MagAO" is the adaptive optics instrument at the Magellan Clay telescope at Las Campanas Observatory, Chile. MagAO has a 585-actuator adaptive secondary mirror and 1000-Hz pyramid wavefront sensor, operating on natural guide stars from R-magnitudes of -1 to 15. MagAO has been in on-sky operation for 166 nights since installation in 2012. MagAO's unique capabilities are simultaneous imaging in the visible and infrared with VisAO and Clio, excellent performance at an excellent site, and a lean operations model. Science results from MagAO include the first ground-based CCD image of an exoplanet, demonstration of the first accreting protoplanets, discovery of a new wide-orbit exoplanet, and the first empirical bolometric luminosity of an exoplanet. We describe the status, report the AO performance, and summarize the science results. New developments reported here include color corrections on red guide stars for the wavefront sensor; a new field stop stage to facilitate VisAO imaging of extended sources; and eyepiece observing at the visible-light diffraction limit of a 6.5-m telescope. We also discuss a recent hose failure that led to a glycol coolant leak, and the recovery of the adaptive secondary mirror (ASM) after this recent (Feb. 2016) incident.

  14. MagAO: Status and Science

    CERN Document Server

    Morzinski, Katie M; Males, Jared R; Hinz, Phil M; Esposito, Simone; Riccardi, Armando; Briguglio, Runa; Follette, Katherine B; Pinna, Enrico; Puglisi, Alfio; Vezilj, Jennifer; Xompero, Marco; Wu, Ya-Lin

    2016-01-01

    "MagAO" is the adaptive optics instrument at the Magellan Clay telescope at Las Campanas Observatory, Chile. MagAO has a 585-actuator adaptive secondary mirror and 1000-Hz pyramid wavefront sensor, operating on natural guide stars from $R$-magnitudes of -1 to 15. MagAO has been in on-sky operation for 166 nights since installation in 2012. MagAO's unique capabilities are simultaneous imaging in the visible and infrared with VisAO and Clio, excellent performance at an excellent site, and a lean operations model. Science results from MagAO include the first ground-based CCD image of an exoplanet, demonstration of the first accreting protoplanets, discovery of a new wide-orbit exoplanet, and the first empirical bolometric luminosity of an exoplanet. We describe the status, report the AO performance, and summarize the science results. New developments reported here include color corrections on red guide stars for the wavefront sensor, a new field stop stage to facilitate VisAO imaging of extended sources; and eye...

  15. "Tradition", person, gender, and STD/HIV/AIDS in southern Mozambique "Tradição", pessoa, gênero e DST/HIV/AIDS no Sul de Moçambique

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Henrique Passador

    2009-03-01

    disposição sócio-cultural que define as doenças como ações de sujeitos sociais que colocam em risco a pessoa, construindo uma situação de vulnerabilidade das mulheres ao estabelecê-las como promotoras de doenças. Tal cenário tem determinado as experiências que os sujeitos têm com a epidemia e com os discursos e políticas públicas de prevenção e tratamento das DST e HIV/AIDS.

  16. T CD4+ cells count among patients co-infected with human immunodeficiency virus type 1 (HIV-1 and human T-cell leukemia virus type 1 (HTLV-1: high prevalence of tropical spastic paraparesis/HTLV-1-associated myelopathy (TSP/HAM Contagens de células T CD4+ na co-infecção HIV-1 e HTLV-1: alta prevalência da paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Casseb

    2007-08-01

    Full Text Available INTRODUCTION: HIV positive patients co-infected with HTLV-1 may have an increase in their T CD4+ cell counts, thus rendering this parameter useless as an AIDS-defining event. OBJECTIVE: To study the effects induced by the co-infection of HIV-1 and HTLV-1 upon CD4+ cells. MATERIAL AND METHODS: Since 1997, our group has been following a cohort of HTLV-1-infected patients, in order to study the interaction of HTLV-1 with HIV and/or with hepatitis C virus (HCV, as well as HTLV-1-only infected asymptomatic carriers and those with tropical spastic paraparesis/HTLV-1 associated myelopathy (TSP/HAM. One hundred and fifty HTLV-1-infected subjects have been referred to our clinic at the Institute of Infectious Diseases "Emílio Ribas", São Paulo. Twenty-seven of them were also infected with HIV-1 and HTLV-1-infection using two ELISAs and confirmed and typed by Western Blot (WB or polymerase chain reaction (PCR. All subjects were evaluated by two neurologists, blinded to the patient's HTLV status, and the TSP/HAM diagnostic was based on the World Health Organization (WHO classification. AIDS-defining events were in accordance with the Centers for Disease Control (CDC classification of 1988. The first T CD4+ cells count available before starting anti-retroviral therapy are shown compared to the HIV-1-infected subjects at the moment of AIDS defining event. RESULTS: A total of 27 HIV-1/HTLV-1 co-infected subjects were identified in this cohort; 15 already had AIDS and 12 remained free of AIDS. The median of T CD4+ cell counts was 189 (98-688 cells/mm³ and 89 (53-196 cells/mm³ for co-infected subjects who had an AIDS-defining event, and HIV-only infected individuals, respectively (p = 0.036. Eight of 27 co-infected subjects (30% were diagnosed as having a TSP/HAM simile diagnosis, and three of them had opportunistic infections but high T CD4+ cell counts at the time of their AIDS- defining event. DISCUSSION: Our results indicate that higher T CD4+ cells

  17. Vulnerabilidad del agua subterránea a la contaminación de nitratos en el estado de Yucatán

    OpenAIRE

    Rosela Pérez Ceballos; Julia Pacheco Ávila

    2004-01-01

    El estado de Yucatán, es una región conformada por rocas calcáreas lo que da lugar a fracturas y fisuras por donde se filtra rápidamente el agua, haciéndola vulnerable a la contaminación. Para determinar la vulnerabilidad a la contaminación del agua subterránea en el estado de Yucatán se analizaron las metodologías: AVI, GOD y DRASTIC. Los resultados mostraron que DRASTIC fue la metodología más adecuada para caracterizar la vulnerabilidad intrínseca en el estado de Yucatán en función de los d...

  18. Vulnerabilidad social de las mujeres y la población indígena en Oaxaca, 2005: restricciones y estrategias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael G. Reyes Morales

    2007-05-01

    Full Text Available La discusión sobre vulnerabilidad de las mujeres y los indígenas en el estado de Oaxaca son: la exclusión de beneficios de las políticas públicas de bienestar, el poder adquisitivo y las estrategias para superar la condición de vulnerabilidad. Los hallazgos del artículo contradicen la situación de relativa precariedad de los hogares con jefatura femenina reportada por la literatura especializada. La migración aparece como un instrumento que contribuye a la equidad de género y permite elevar la escolaridad de la población indígena.

  19. O princípio da vulnerabilidade e as técnicas de neuromarketing: aprofundando o consumo como vontade irrefletida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilson

    2014-07-01

    Full Text Available Este artigo faz reflexão sobre o significado do neuromarketing e qual o impacto de suas técnicas no aprofundamento da vulnerabilidade do consumidor. Parte do princípio de que a legislação brasileira não se encontra ainda dotada de dispositivos aptos a proteger a vontade do consumidor quando esta esteja diante de técnicas que utilizem os conhecimentos do neuromarketing. Defende que a semelhança do que ocorre no campo da publicidade, sejam introduzidos no Código de Defesa do Consumidor ou em legislação apartada dispositivos sobre a matéria, sob pena da repercussão negativa na vulnerabilidade e na intimidade do consumidor.

  20. Vulnerabilidades socioeconômicas e o cotidiano da assistência de enfermagem pediátrica: relato de enfermeiras Vulnerabilidad socioeconómica y el cuidado diario de la enfermería pediátrica: informe de enfermeras Socio-economic vulnerability and pediatric nursing care routine: nurses report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes Rodrigues Pedroso

    2010-06-01

    Full Text Available A equipe de saúde, quando considera as vulnerabilidades em que a criança e sua família estão inseridas, pode planejar e executar um cuidado integral a estas. Este estudo objetivou compreender as percepções dos enfermeiros sobre as influências das vulnerabilidades socioeconômicas no cuidado à criança e sua família, no ambiente de Unidades de Internação Pediátricas de um Hospital Universitário no Município de Porto Alegre. Trata-se de uma pesquisa qualitativa na perspectiva de um estudo exploratório descritivo. A coleta de informações ocorreu com nove participantes por meio de entrevistas individuais semiestruturadas, analisadas conforme referencial da Análise de Conteúdo. Emergiram três categorias de análise, duas das quais serão aqui exploradas: Vulnerabilidades socioeconômicas e o cotidiano da assistência de enfermagem pediátrica; Propostas e alternativas para o manejo das situações de vulnerabilidades socioeconômicas. Os resultados forneceram exemplos práticos e apontaram soluções para as vulnerabilidades socioeconômicas relacionadas com a assistência de enfermagem à criança e sua família.El equipo de salud, cuando considera la vulnerabilidad en la cual están inmersos el niño y su familia, puede planificar y brindarles un cuidado integral. Este estudio tuvo como objetivo comprender la percepción que tienen los enfermeros sobre la influencia de la vulnerabilidad socioeconómica , en el cuidado del niño y la familia, en el ámbito de las Unidades de Internación Pediátrica en un Hospital Universitario en el Municipio de Porto Alegre. Se trata de una investigación cualitativa desde la perspectiva de un estudio explorable descriptivo. La recopilación de las informaciones se realizó con nueve participantes a través de entrevistas individuales semiestructuradas, analizadas según referencial del Análisis de Contenido. Surgieron tres categorías de análisis, de las cuales dos son analizadas aqu

  1. Vulnerabilidad del empleo en Lima: un enfoque a partir de encuestas a hogares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    2002-01-01

    Full Text Available La construction, à partir de l’Enquête permanente sur l’emploi (Encuesta Permanente de Empleo de l’INEI, d’un panel de 60 000 individus dans la capitale péruvienne a permis d’aborder plus finement les trajectoires d’emploi de la Population en âge de travailler (PAT. Ceci a rendu possible la distinction entre les flux d’entrées et de sorties du marché du travail ainsi qu’entre chômage chronique et transitoire. Un indicateur de qualité de l’emploi a également été proposé, suivant les directives données par l’OIT dans son dernier rapport “Panorama Laboral”. La question de la vulnérabilité, en particulier face au risque de chômage et de perte de qualité de l’emploi, a été abordée par le biais de l’élaboration de profils des travailleurs en situation de risque ainsi que de modèles de régression logit multinomiaux. En plus des caractéristiques individuelles, l’impact de la structure démographique et d’emploi du ménage a aussi été considéré. On a également étudié l’impact des chocs individuels (favorables et défavorables, démographiques et du marché de l’emploi et collectifs (“covariantes”, qui affectent l’ensemble des travailleurs, et l’impact des caractéristiques de l’emploi au niveau des districts. La construcción de un panel de 60 000 individuos a partir de la Encuesta Permanente de Empleo efectuada por el INEI en la capital ha permitido abordar de manera fina las trayectorias del empleo de la Población en Edad de Trabajar (PET. Ello ha posibilitado la distinción de los flujos de entradas y salidas del mercado laboral y la distinción entre desempleo crónico y transitorio. Se ha propuesto igualmente un indicador de la calidad del empleo siguiendo las líneas de lo propuesto por la OIT en su último Panorama Laboral. Enseguida se ha abordado el tema de la vulnerabilidad, en particular frente al riesgo del desempleo y la pérdida de la calidad del empleo tanto a través de la elaboraci

  2. HIV Prevention

    Centers for Disease Control (CDC) Podcasts

    2012-02-01

    Dr. Kevin Fenton, Director of CDC’s National Center for HIV/AIDS, Viral Hepatitis, STD, and TB Prevention, talks about steps people can take to protect their health from HIV.  Created: 2/1/2012 by National Center for HIV/AIDS, Viral Hepatitis, STD, and TB Prevention (NCHHSTP).   Date Released: 2/1/2012.

  3. Vulnerabilidade associada às infecções sexualmente transmissíveis em pessoas com deficiência física

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jamilly da Silva Aragão

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é analisar as condições que potencializam as dimensões de vulnerabilidade individual, social e programática associadas às infecções sexualmente transmissíveis em pessoas com deficiência física. Estudo transversal, com abordagem quantitativa, realizado em 2015, em uma associação para pessoas com deficiência de Campina Grande/PB, Brasil. Participaram 98 sujeitos que responderam um formulário sobre as dimensões de vulnerabilidade para infecções sexualmente transmissíveis. Realizaram-se os testes de Qui-quadrado, Fisher, Coeficiente de contingência e razão de prevalência. Verificou-se associação entre a ocorrência de infecções sexualmente transmissíveis com o número de parceiros (p = 0,020, acreditar em poucos parceiros como prevenção (p = 0,044, acreditar na má higiene como fator de risco, idade (p = 0,007, tipo de deficiência (p = 0,007 e realização de consulta com urologista (p = 0,030. As pessoas com deficiência física possuem condições que potencializam a vulnerabilidade para infecções sexualmente transmissíveis, atrelada às dimensões individual, social e programática. Por meio da caracterização das condições de vulnerabilidade é possível traçar uma prevenção específica atrelada a suas realidades individual, social e de saúde.

  4. Condiciones locales de vulnerabilidad asociadas con dengue en dos comunidades de Morelos Local conditions of vulnerability associated with dengue in two communities of Morelos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Chuc

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Evaluar las condiciones de vulnerabilidad asociadas con la ocurrencia de dengue en dos localidades de Morelos en los años 2006 a 2009. MATERIAL Y MÉTODOS: se aplicó una encuesta sobre conocimientos, percepción de riesgo, prácticas de prevención y uso del agua en dos localidades de Morelos. Mediante un análisis de componentes principales, se construyó un índice de vulnerabilidad local al dengue (IVL. La asociación del IVL con la enfermedad en la vivienda se evaluó mediante una prueba de ji cuadrada. RESULTADOS: El IVL incluyó cinco componentes explicando el 63% de la varianza y fue clasificado en tres categorías: baja, media y alta. Se observó una asociación significativa entre el aumento de la vulnerabilidad y la prevalencia del reporte de casos de dengue en las localidades. CONCLUSIÓN: El estudio de la vulnerabilidad al dengue permite identificar necesidades locales específicas en materia de promoción de la salud.OBJECTIVE: To evaluate the vulnerability associated with the occurrence of dengue in two villages of Morelos, Mexico from 2006 to 2009. MATERIALS AND METHODS. A survey on knowledge, risk perception, prevention practices and water use was applied in two villages of Morelos. Using a principal component analysis, an index of local vulnerability to dengue (IVL was constructed. The association of IVL with the disease at home was assessed using a Chi-square test. RESULTS: The IVL included five components explaining 63% of the variance and was classified in three categories: low, medium and high. There was a significant association between increased vulnerability and prevalence of reported cases of dengue in Temixco and Tlaquiltenango. CONCLUSION: The study of vulnerability to dengue allows us to identify local needs in the field of health promotion.

  5. Evaluación de la vulnerabilidad social ante amenazas naturales en Manzanillo (Colima. Un aporte de método

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Javier Enrique Thomas Bohórquez

    2013-01-01

    Full Text Available Una de las tristes improntas de nuestro tiempo es la ocurrencia, cada vez más frecuente, de los denominados “desastres naturales”; empero, tanto la literatura especiali- zada como el peso mismo de la realidad están demostrando que éstas, verdaderamente, están definidas por carencias económicas, sociales, políticas e institucionales, que esta- blecen altas exposiciones y vulnerabilidades, que devienen luego, trágicamente, en altas pérdidas humanas y materiales. Reconociendo las dificultades en identificar, caracterizar, medir y evaluar la vulnerabilidad ante amenazas naturales, por cuanto las variables que la definen son diversas, de natu- raleza distinta y por tanto de compleja compatibilización y articulación; este trabajo presenta los resultados de un Aná- lisis de Componentes Principales (ACP aplicado a un con- junto de variables medidas directamente en campo, en la ciudad portuaria de Manzanillo, que permitió construir un indicador compuesto que mide los diferenciados niveles de vulnerabilidad social de la población ante amenazas por sismos, tsunamis, inundaciones y eventos hidrometereo- lógicos extremos. Las conclusiones de este trabajo, en la misma dirección de aquéllos desarrollados internacional y localmente, validan la aplicación de este tipo de metodolo- gías para el análisis y síntesis de las variables que definen la vulnerabilidad social ante amenazas naturales.

  6. Metodología para la Detección de Vulnerabilidades en Redes de Datos Methodology for Detecting Vulnerabilities in Data Networks

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David A Franco

    2012-01-01

    Full Text Available El objetivo principal de este trabajo fue diseñar una metodología para la detección de vulnerabilidades en redes de datos. Para esto se desarrollaron diferentes fases llamadas reconocimiento, escaneo de puertos y enumeración de servicios, y escaneo de vulnerabilidades, cada una de las cuales es soportada por herramientas de software. Los resultados de cada fase suministran datos necesarios para la ejecución de las siguientes etapas. Con el fin de validar la utilidad de la metodología propuesta se llevó a cabo su implementación en la red de datos de la Universidad de Cartagena en Colombia, encontrando diferentes tipos de vulnerabilidades. Finalmente apoyándose en los resultados obtenidos, se encontró que la metodología propuesta es de gran utilidad para detectar vulnerabilidades en redes de datos, lo que demuestra su importancia para el área de la seguridad informática.The main objective of this study was to design a methodology for the detection of vulnerabilities in data networks. This involved the development of different phases, called recognition, port scanning and service enumeration, and vulnerability scanning, each of which is supported by software tools. The results of each phase supplied the necessary data for implementing the following stages. To validate the usefulness of the proposed methodology this was implemented in the data network of the University of Cartagena in Colombia, finding different types of vulnerabilities. Finally, based on the results, it was found that the proposed methodology is useful for detecting vulnerabilities in data networks, demonstrating their importance to the area of computer security.

  7. Desenvolvimento e validação de um índice de vulnerabilidade social aplicado a políticas públicas do SUS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes Drachler

    2014-09-01

    Full Text Available O artigo apresenta o desenvolvimento e a validação inicial de um Índice de Vulnerabilidade Social - IVS-5, incluindo cinco determinantes sociais de risco à saúde, e exemplifica sua aplicação no financiamento da atenção básica pelo Sistema Único de Saúde no Rio Grande do Sul. Indicadores municipais de vulnerabilidade relativa à pobreza e dispersão populacional foram obtidos do Censo do IBGE-2010. A análise fatorial exploratória e a análise fatorial confirmatória sugerem que os cinco itens podem constituir uma escala de medida cuja confiabilidade é aceitável. O IVS-5 foi então gerado a partir do primeiro componente principal, medindo, em escores Z, desigualdades municipais na vulnerabilidade social relativa à pobreza e dispersão populacional no território. A validade externa do IVS-5 foi examinada em relação a desfechos de saúde, usando dados do Datasus 2007-2011, mostrando que a mortalidade infantil e as hospitalizações por condições sensíveis à atenção básica são maiores em municípios mais vulneráveis. Os resultados sugerem que o IVS-5 é medida válida de desigualdades na vulnerabilidade social entre municípios, aplicável a políticas de equidade social e em saúde.

  8. Corpo, violência sexual, vulnerabilidade e educação libertadora no filme "Preciosa: uma história de esperança"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Roberto Godoi

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar as representações de corpo (raça, obesidade e beleza, de violência sexual e os aspectos de vulnerabilidade, educação e emancipação vividos pela protagonista na trama do filme "Preciosa: uma história de esperança". A análise permitiu identificar representações do corpo gordo e negro: de rejeição e preconceito; o desejo de ser bela e famosa; de valorização do próprio corpo e de sua beleza. A violência sexual tem caráter difuso, pois a mãe da protagonista a explora e a violenta física e psicologicamente, além de encobertar o abuso sexual cometido por seu marido e culpabilizar a filha pelo ocorrido. A vulnerabilidade foi verificada nas dimensões individual, social e institucional, no que se refere à violência sexual. Por outro lado, a educação desempenhou um papel importante no processo de emancipação da situação de opressão e de vulnerabilidade da personagem principal.

  9. Corpo, violência sexual, vulnerabilidade e educação libertadora no filme "Preciosa: uma história de esperança"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Roberto Godoi

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar as representações de corpo (raça, obesidade e beleza, de violência sexual e os aspectos de vulnerabilidade, educação e emancipação vividos pela protagonista na trama do filme "Preciosa: uma história de esperança". A análise permitiu identificar representações do corpo gordo e negro: de rejeição e preconceito; o desejo de ser bela e famosa; de valorização do próprio corpo e de sua beleza. A violência sexual tem caráter difuso, pois a mãe da protagonista a explora e a violenta física e psicologicamente, além de encobertar o abuso sexual cometido por seu marido e culpabilizar a filha pelo ocorrido. A vulnerabilidade foi verificada nas dimensões individual, social e institucional, no que se refere à violência sexual. Por outro lado, a educação desempenhou um papel importante no processo de emancipação da situação de opressão e de vulnerabilidade da personagem principal.

  10. Vulnerabilidad y resiliencia urbana frente al cambio climático: El caso de la zona metropolitana de Guadalajara, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laurence Bertoux

    2015-05-01

    Full Text Available México participa en iniciativas y acuerdos relativos al cambio climático. Se han elaborado estudios e instrumentos legislativos para enfrentar el fenómeno. En la Zona Metropolitana de Guadalajara (ZMG, segunda área urbana de México, se han realizado estudios meteorológicos y geográficos de vulnerabilidad del territorio que ofrecen un panorama de dicha condición, la cual depende de las características físicas de la zona expuesta a los riesgos, como también de la vulnerabilidad estructural propia de las infraestructuras y equipamientos. Como consecuencia de eventos catastróficos se ven implicados los ámbitos de lo social y lo organizacional, la vinculación pública y privada; y la intersección entre ellos genera vulnerabilidad de interdependencia, por proximidades, interacciones e interfaces entre la ocupación de los espacios, los usos de suelo y las actividades en el territorio. La resiliencia urbana es comprendida aquí como la resistencia de un sistema que absorbe perturbaciones, se adapta y organiza para recobrar equilibrio similar y anterior al evento extremo.

  11. VULNERABILIDAD Y RESILIENCIA URBANA FRENTE AL CAMBIO CLIMÁTICO: EL CASO DE LA ZONA METROPOLITANA DE GUADALAJARA, MÉXICO.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LAURENCE BERTOUX

    2015-01-01

    Full Text Available México participa en iniciativas y acuerdos relativos al cambio climático. Se han elaborado estudios e instrumentos legislativos para enfrentar el fenómeno. En la Zona Metropolitana de Guadalajara (ZMG, segunda área urbana de México, se han realizado estudios meteorológicos y geográficos de vulnerabilidad del territorio que ofrecen un panorama de dicha condición, la cual depende de las características físicas de la zona expuesta a los riesgos, como también de la vulnerabilidad estructural propia de las infraestructuras y equipamientos. Como consecuencia de eventos catastróficos se ven implicados los ámbitos de lo social y lo organizacional, la vinculación pública y privada; y la intersección entre ellos genera vulnerabilidad de interdependencia, por proximidades, interacciones e interfaces entre la ocupación de los espacios, los usos de suelo y las actividades en el territorio. La resiliencia urbana es comprendida aquí como la resistencia de un sistema que absorbe perturbaciones, se adapta y organiza para recobrar equilibrio similar y anterior al evento extremo.

  12. EVOLUCIÓN DE LA VULNERABILIDAD FRENTE A FENÓMENOS ASOCIADOS CON DESLIZAMIENTOS E INUNDACIONES. CASO ZONA NORORIENTAL DE MEDELLÍN, 1960 -1990

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vidal G. Lina María

    2008-07-01

    Full Text Available Este artículo presenta la exploración de la evolución de la vulnerabilidad frente amenazas asociadas con deslizamientos e inundaciones en la Zona Nororiental de Medellín entre 1960 y 1990, vinculando los procesos de poblamiento con los enfoques de planificación y las políticas para el hábitat popular en la ciudad, que han potenciado la configuración de escenarios urbanos vulnerables. El abordaje del estudio de caso mostró que la vulnerabilidad se desplazó durante el periodo de estudio, siguiendo las trayectorias del poblamiento y de la expansión de la ciudad en función de características propias de la adaptación al entorno por parte de los pobladores, de procesos regionales y dinámicas influenciadas por políticas estatales de orden municipal. Debido a que la vulnerabilidad tuvo una tendencia acumulativa durante el periodo en estudio, se interpreta como un impacto ambiental de los procesos que inciden en su configuración, que no es puntual, ni espacial, ni temporalmente y tampoco obedece a una lógica de causa – efecto, sino que es complejo y está conectado con otras manifestaciones ambientales urbanas.

  13. VULNERABILIDADE NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA: INFLUÊNCIA DOS ELOS FAMILIARES FRACOS, DEPENDÊNCIA QUÍMICA E VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Ignacio da Silva

    2014-01-01

    Full Text Available Investigación exploratoria cualitativa que objetivó conocer la comprensión del enfermero sobre la vulnerabilidad en el desarrollo del niño. Los sujetos fueron 39 enfermeros que trabajan en 39 Unidades de Salud en Curitiba, Paraná, Brasil. Los datos fueron obtenidos por medio de entrevistas semi-estructuradas, y analizados por la hermenéutica dialéctica. Los resultados apuntaron, según los enfermeros, que la vulnerabilidad del niño es influida por los eslabones familiares débiles, por la dependencia química y violencia doméstica. Los sujetos de la investigación relatan la expresión de procesos individuales como reflejos de la sociedad posmoderna y comprenden esta relación sociedad-familia como situación adversa al desarrollo infantil. La utilización del concepto de vulnerabilidad en el cotidiano profesional del enfermero y del equipo de Salud, permite un análisis crítico de sus prácticas. La aplicación de este concepto en el cuidado al niño propicia la reorientación del modelo asistencial, y así, la superación del concepto biologicista y fragmentado de desarrollo infantil.

  14. Direito e Risco: do Consumo ao Ambiente

    OpenAIRE

    Marques, Carlos Alexandre Michaello

    2014-01-01

    A presente Dissertação tem como tema de investigação “Direito e Risco: do Consumo ao Ambiente”. Para tanto, essa temática foi delimitada através da investigação sobre a capacidade do Direito a partir de uma leitura Sociológica e Antropológica de compreender e promover aprendizagem nas questões que envolvem o Risco como elemento decorrente do Consumo e que externa suas consequências ao Ambiente. Neste sentido, se direcionou a responder ao problema de saber: em que medida é possível e necessári...

  15. Violência entre jovens: dinâmicas sociais e situações de vulnerabilidade Violencia entre jóvenes: dinámicas sociales y situaciones vulnerabilidad Violence among youngsters: social dynamics and situations vulnerability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Cocco

    2010-03-01

    Full Text Available Esse estudo busca analisar as dinâmicas sociais implicadas na vida de jovens vítimas de violências por meio da (reconstrução das relações cotidianas discutindo situações de vulnerabilidade. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, utilizando o genograma e ecomapa como instrumentos de coleta de dados. Entrevistou-se 23 jovens vítimas desse evento, no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Adotou-se análise de conteúdo do tipo temático. Nas interações sociais dos jovens, observou-se fragilização das redes de relações. A maioria desses jovens são oriundos de famílias com precária inserção social e econômica. A formação escolar é reconhecida enquanto garantia de inclusão social, no entanto para alguns os problemas do ensino público e a violência intra e extramuros, colaboram para a descaracterização da escola como espaço protegido e de aprendizagem. Conhecer as dinâmicas sociais implicadas nas situações de vulnerabilidade, auxilia na compreensão desse fenômeno e pode influenciar ações de prevenção e promoção a partir dos serviços de saúde.Este estudio busca analizar dinámicas sociales implicadas en la vida de jóvenes víctimas de violencias por medio de la (reconstrucción de las relaciones cotidianas discutiendo situaciones de vulnerabilidad. Se trata de un estudio descriptivo-exploratorio, utilizando el genogramo y el ecomapa como instrumentos de recolección de datos. Fueron entrevistados 23 jóvenes víctimas de estos eventos, en la municipalidad de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Se adoptó el análisis de contenido del tipo temático. Nas interacciones sociales de los jóvenes, se observó la fragilidad de las redes de relaciones. La mayoría de estos jóvenes son oriundos de familias con precaria inserción social y económica. La formación escolar es reconocida mientras garantía de inclusión social. Sin embargo para algunos, los problemas de la enseñanza pública y

  16. Diferenciais intra-urbanos de peso ao nascer no município de São Paulo Diferencias intra-urbanas de peso al nacer en el município de São Paulo Birth weight intra-urban differentials in the city of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Garcia Minuci

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar diferenciais intra-urbanos e fatores de risco na prevalência de baixo peso ao nascer. MÉTODOS: Foram utilizadas as informações das declarações de nascido vivo de mães residentes no município de São Paulo, obtidos do Sistema de Informação de Nascidos Vivos e Fundação Seade, para o período de 2002 e 2003, totalizando 368.980 nascidos vivos. Os endereços foram geo-referenciados em setores censitários e classificados em seis grupos de vulnerabilidade segundo o Índice Paulista de Vulnerabilidade Social. Para identificação dos possíveis fatores de risco empregou-se análise de regressão logística. RESULTADOS: Observou-se tendência de crescimento da prevalência de baixo peso ao nascer com aumento da vulnerabilidade (de 6,8% a 8,1%. Houve diferenças significativas entre os grupos quanto às características maternas, assistência pré-natal e da proporção de nascimentos de não pré-termo de baixo peso. No grupo de baixo peso não pré-termo, proxy da presença de retardo do crescimento intra-uterino, residir em áreas vulneráveis (1,29;1,17-1,43 e características socioeconômicas maternas desaforáveis, como mães adolescentes (1,13;1,04-1,22, baixa escolaridade (1,26;1,17-1,35 e elevada paridade (1,10;1,01-1,20 foram fatores de risco, assim como mães idosas (1,38;1,30-1,47, e sem companheiro (1,15;1,11-1,20. A ausência de pré-natal apresentou o maior risco de baixo peso para nascimentos de pré-termo (3,39;2,86-4,02 e não pré-termo (2,12;1,87-2,41. Houve redução de risco de baixo peso com o aumento de consultas de pré-natal para nascimentos de pré-termo e não pré-termo. CONCLUSÕES: Há diferenças de prevalência de baixo peso ao nascer segundo grupos de vulnerabilidade. A assistência pré-natal mostrou-se desigual segundo grupos de vulnerabilidade e seu elevado risco para o baixo peso ao nascer indica a importância de ampliar o acesso e qualidade dos serviços de sa

  17. Suplementação de N-acetilcisteína em pacientes infectados pelo HIV submetidos ao primeiro tratamento anti-retroviral: Avaliação do efeito sobre a carga viral, TNF-α, IL-6, IL-8, β2-microglobulina, IgA, IgG e IgM, haptoglobina e α1-glicoproteína ácida N-acetylcysteine supplementation of HIV-infected patients under the first anti-retroviral treatment: Evaluation of the effect on viral load, TNF-α, IL-6, IL-8, β2-microglobulin, IgA, IgG, IgM, haptoglobin and α1-acid glycoprotein

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aricio Treitinger

    2002-03-01

    Full Text Available Indivíduos infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV- 1 apresentam aumento progressivo da carga viral, da destruição do sistema de defesa imune celular e alterações imunológicas e inflamatórias, incluindo a elevação dos níveis séricos do fator de necrose tumoral alfa (TNF-α, interleucina 8 (IL-8, β2- microglobulina, IgA, IgG e IgM, haptoglobina e α1-glicoproteína ácida.O objetivo deste estudo foi avaliar os níveis séricos destes marcadores em indivíduos submetidos ao primeiro tratamento antiretroviral, suplementados ou não com N-acetilcisteína. Participaram deste estudo, duplo cego controlado por placebo, que teve a duração de 180 dias, 24 indivíduos que iniciaram a terapia antiretroviral O Grupo Estudo foi constituído por 11 indivíduos, que receberam suplementação de 600 mg/dia de Nacetilcisteína enquanto o Grupo Controle foi constituído por 13 indivíduo que receberam placebo. Os níveis dos marcadores avaliados foram determinados no dia anterior ao início do tratamento a que foram submetidos e após 60, 120 e 180 dias. Verificou-se diminuição significativa dos níveis de TNF-α (p=0,0001, IL-6 (p>0,05, IL-8 (p=0,0001, β2-microglobulina (p=0,0005, IgA (p=0,007, IgG (p=0,001, IgM (p=0,0001, haptoglobina (p=0,0001 e α1-glicoproteína ácida (p=0.012 em decorrência do tratamento anti-retroviral. A suplementação com N-acetilcisteína, na dose utilizada neste estudo, não teve efeitos aditivos ou sinérgicos sobre as variáveis analisadas. Em conclusão, a suplementação de pacientes HIV-positivos com 600 mg/dia de N-acetilcisteína não proporcionou benefícios adicionais àqueles decorrentes do tratamento anti-retroviral.Human immunodeficiency virus infection is associated with a progressive elevation of viral load and with a continuous destruction of the immune cellular defense system which is marked by immunological and inflammatory disorders characteristic of HIV-infected individuals. These

  18. Características y vulnerabilidades del sector exportador cubano en el periodo revolucionario (1959-2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco García-Fernández

    2017-01-01

    Full Text Available Este trabajo analiza las transformaciones del sector exterior cubano a través de la evolución de un grupo de indicadores seleccionados en el periodo revolucionario entre 1959 y 2013 para identificar las principales vulnerabilidades que enfrenta en el corto y mediano plazos. Se siguió un enfoque histórico descriptivo basado en la evolución de variables económicas en el tiempo (1959-2013. Se observó que el sector exportador cubano ha sufrido cambios importantes, aunque ha mantenido debilidades estructurales, a lo largo del periodo considerado. A partir de 1989, Cuba tuvo que ajustar sus relaciones comerciales frente a la inesperada caída de los regímenes socialistas europeos con los cuales tenía relaciones privilegiadas. En la etapa sucesiva el comercio se ha diversificado, pero ha conservado la relación de dependencia con países ideológicamente afines, y con eso las debilidades mencionadas que en el corto plazo vislumbran un panorama poco alentador.

  19. Vulnerabilidad social de la población desplazada ambiental por las inundaciones de 2007 en Tabasco (México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guadalupe del Carmen Álvarez Gordillo

    2016-01-01

    Full Text Available En este artículo se analizan los desplazamientos ambientales de la población tabasqueña durante el desastre por inundación del 2007, así como los factores de vulnerabilidad social relacionados. Se realizó una encuesta poblacional para conocer las características demográficas, sociales y culturales vinculadas a los desplazamientos posteriores a la inundación, así como los retornos y la intención de migración definitiva. Se encontró un alto retorno con apego al patrimonio económico y cultural, la reanudación de la vida cotidiana y la no intención de movilización hacia una migración definitiva. A partir de estos resultados, se sugiere la implementación a futuro de ajustes para la atención de la población desplazada por las inundaciones.

  20. DERECHO A CONDICIONES DE EXISTENCIA DIGNA Y SITUACIÓN DE VULNERABILIDAD EN LA JURISPRUDENCIA DE LA CORTE INTERAMERICANA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mary Beloff

    2016-01-01

    Full Text Available En este trabajo sostenemos que el desarrollo jurisprudencial de la Corte IDH sobre el derecho a condiciones de existencia digna se basa en la igualdad material. Para sostener nuestra tesis primero reconstruiremos la estrategia argumentativa que parte de la faz de derecho de prestación del derecho a la vida; luego reconstruiremos la estrategia de la justificación a través de los DESC. Destacamos que ninguna de las dos se presenta en forma excluyente cuando se trata de determinar el contenido del derecho a las condiciones de existencia digna. La (insuficiencia de las condiciones de existencia digna se mide en el caso concreto en relación con el acceso al derecho al agua, la alimentación, la educación, entre otros derechos sociales. Por último, resaltamos las bondades del enfoque de igualdad material para la justificación y exigibilidad de este derecho. A su vez, discutimos las ventajas y desventajas del uso del argumento de grupos vulnerables o el de situación de vulnerabilidad en relación con la obligación de generar condiciones de existencia digna.

  1. A capacidade de estar só: um contraponto winnicottiano ao ideal contemporâneo de autonomia absoluta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Gang Mizrahi

    2007-12-01

    Full Text Available Segundo Robert Castel, o projeto moderno de liberdade ea u t o n omi a e x i g i u a c o n s t r u ç ã o d e s u p o r t e s s o c i a i s q u ecompensaram a vulnerabilidade do indivíduo, deixado inicialmenteà mercê de si mesmo na aurora da modernidade. Esta análise sugerea tese paradoxal de que a liberdade individual não contradiz, pelocontrário, supõe a consistência dos laços sociais que permitam olivre exercício da autonomia. Winnicott, por sua vez, contribuipara a compreensão desse paradoxo, do ponto de vista subjetivo,mostrando como, ao longo do processo maturacional, nas suasdiferentes fases, a autonomia do indivíduo, representada pelacapacidade de estar só, depende da presença de um ambientesuficientemente forte para suportar que ele se discrimine sem riscode ruptura e solidão. Este trabalho representa, portanto, umatentativa de articulação das contribuições da sociologia e dapsicanálise no entendimento da crise que atravessa a sociedadecontemporânea, conseqüente da dissolução dos suportes sociais.

  2. Alergia ao látex

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Allarcon Jorge Barrios

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O látex, (cis 1,4 polyisoprene está muito presente no dia-a-dia do anestesiologista. Os primeiros relatos de alergia ao látex datam de 1933. A sensibilidade ao látex na população de anestesiologistas é de 12,5% a 15,8%. A incidência de sensibilidade ao látex aumenta muito em grupos específicos, podendo produzir reações graves e até mesmo fatais. O objetivo desse estudo foi realizar uma revisão bibliográfica sobre o assunto, abordando este tema de interesse para o anestesiologista, considerando diagnóstico, prevenção e tratamento da alergia ao látex. CONTEÚDO: Os estudos sobre a prevalência das reações alérgicas ao látex variam muito conforme a população estudada e os métodos utilizados para estabelecer a sensibilidade ao antígeno. Mesmo com estas variações, existem alguns grupos em que o risco é elevado, particularmente em pacientes com distúrbio na formação do tubo neural. As manifestações clínicas variam desde dermatite de contato até anafilaxia e óbito. O diagnóstico precoce com pesquisa de IgE pode prevenir as reações de hipersensibilidade. CONCLUSÕES: É de extrema importância o diagnóstico precoce da alergia ao látex. A abordagem desses pacientes em ambientes livres de látex evitam a sensibilização e evolução muitas vezes para quadros dramáticos.

  3. HIV/AIDS

    Science.gov (United States)

    HIV stands for human immunodeficiency virus. It harms your immune system by destroying the white blood cells ... It is the final stage of infection with HIV. Not everyone with HIV develops AIDS. HIV most ...

  4. HIV Medication Adherence

    Science.gov (United States)

    ... AIDS Drugs Clinical Trials Apps skip to content HIV Treatment Home Understanding HIV/AIDS Fact Sheets HIV ... 4 p.m. ET) Send us an email HIV Medication Adherence Last Reviewed: March 2, 2017 Key ...

  5. HIV and Pulmonary Hypertension

    Science.gov (United States)

    ... 03-13T18:29:11+00:00 PH and HIV Print PH and HIV Brochure (PDF) Order Copies ... to know about pulmonary hypertension in connection with HIV? Although pulmonary hypertension and HIV are two separate ...

  6. HIV and Rheumatic Disease

    Science.gov (United States)

    ... A Patient / Caregiver Diseases & Conditions HIV & Rheumatic Diseases HIV and Rheumatic Disease Fast Facts Rheumatic diseases related ... knows he or she has HIV. What are HIV-associated rheumatic diseases? Some diseases of the joints ...

  7. HIV and AIDS

    Science.gov (United States)

    ... Emergency Room? What Happens in the Operating Room? HIV and AIDS KidsHealth > For Kids > HIV and AIDS ... actually the virus that causes the disease AIDS. HIV Hurts the Immune System People who are HIV ...

  8. HIV and Rheumatic Disease

    Science.gov (United States)

    ... A Patient / Caregiver Diseases & Conditions HIV & Rheumatic Diseases HIV and Rheumatic Disease Fast Facts Rheumatic diseases related ... knows he or she has HIV. What are HIV-associated rheumatic diseases? Some diseases of the joints ...

  9. HIV Medication Adherence

    Science.gov (United States)

    HIV Treatment HIV Medication Adherence (Last updated 3/2/2017; last reviewed 3/2/2017) Key Points Medication adherence means sticking ... exactly as prescribed. Why is adherence to an HIV regimen important? Adherence to an HIV regimen gives ...

  10. HIV and Pregnancy

    Science.gov (United States)

    ... Events Advocacy For Patients About ACOG HIV and Pregnancy Home For Patients Search FAQs HIV and Pregnancy ... Pregnancy FAQ113, December 2012 PDF Format HIV and Pregnancy Pregnancy What is human immunodeficiency virus (HIV)? How ...

  11. 4. CRIMINALISING HIV TRANSMISSION

    African Journals Online (AJOL)

    Esem

    should be adopted to expand targeted efforts in preventing new HIV infections in Zambia. ... result of sexual intercourse between an HIV positive and. HIV negative person and ..... countries have not criminalized HIV infection. To this end, those ...

  12. Pacientes vivendo com HIV/AIDS e coinfecção tuberculose: dificuldades associadas à adesão ou ao abandono do tratamento Pacientes que viven con el VIH/ SIDA y coinfectados con tuberculosis: las dificultades asociadas con la adhesión o abandono del tratamiento Patients living with HIV/AIDS and co-infection by tuberculosis: difficulties associated with treatment compliance or dropout

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Pereira de Sousa Filho

    2012-06-01

    Full Text Available Pesquisa realizada em Fortaleza-CE, entre março e abril de 2011, com o objetivo de identificar as dificuldades que influenciam a adesão ou o abandono do tratamento de tuberculose em pacientes com Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Estudo qualitativo, com informações coletadas por meio de entrevista semiestruturada aplicada a pacientes com Síndrome da Imunodeficiência Adquirida e coinfecção tuberculose. Utilizamos o discurso do sujeito coletivo para a análise dos resultados. Os pacientes relataram dificuldades relacionadas aos aspectos socioeconômicos, ao estilo de vida e ao uso da medicação. O uso de álcool e o consumo de drogas ilícitas surgiram como fatores que levam a episódios de interrupção do processo terapêutico da doença. Concluímos que as barreiras relacionadas aos aspectos sociais, econômicos e ao estilo de vida são mais difíceis de serem enfrentadas para uma adesão continuada ao tratamento, tornando necessário o papel desempenhado pelos profissionais da saúde, apoiado por políticas públicas e sociais mais resolutivas.Investigación realizada en Fortaleza-CE, entre marzo y abril de 2011, con el objetivo de describir las dificultades que influyen en la adhesión o abandono del tratamiento de la tuberculosis en pacientes infectados con Virus de la Inmunodeficiencia Humana. Estudio cualitativo, con informaciones recopiladas a través de entrevista semiestructurada, aplicada en pacientes con Síndrome de Inmunodeficiencia Adquirida coinfectados con tuberculosis. Se utilizó el Discurso del Sujeto Colectivo para el análisis de los resultados. Los pacientes relataron dificultades cuanto a los aspectos socioeconómicos, estilo de vida y uso de medicamentos. El uso de alcohol y consumo de drogas fueron factores que llevaron a episodios de interrupción del proceso terapéutico de la enfermedad. Concluimos que obstáculos relacionados a los aspectos sociales, económicos y estilo de vida son más dif

  13. Criança e família convivendo com a doença crônica: mesossistema em ligação com a vulnerabilidade programática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes Rodrigues Pedroso

    2013-01-01

    Full Text Available Este estudio investigó las percepciones de las familias con niños que viven con enfermedades crónicas en los componentes de las situaciones de vulnerabilidad en relación con la Teoría Socio-ecológico. Este es un estudio cualitativo, exploratorio, realizado con nueve miembros de la familia de los niños que viven con enfermedades crónicas y hospitalizados en un hospital universitario en la ciudad de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, con la dinámica de la creatividad y la sensibilidad y de referencia (Análisis de contenido. Surgieron tres categorías, se explora aquí la segunda categoría, Programa de la vulnerabilidad y su inserción en el mesosistema del centro de salud; La familia, como un espejo de las vulnerabilidades: la estructura de la macro se explora aquí. El componente institucional o componentes programáticos de vulnerabilidad conecta individual y social, que implica la supervisión de los programas de prevención y atención. Existe un vínculo entre los sistemas de medio ambiente ecológico y los componentes de las situaciones de vulnerabilidad, que, una vez identificados, permite el aumento de los programas de salud dirigidos a los niños y sus familias.

  14. Homofobia e sexualidade em adolescentes: trajetórias sexuais, riscos e vulnerabilidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Silva Teixeira

    Full Text Available Esta pesquisa é um estudo transversal realizado junto a 2282 estudantes de ambos os sexos que cursavam as três séries do ensino médio em três cidades do interior do oeste paulista. O instrumento de coleta de dados empregado foi um questionário autoaplicável com 131 questões. Neste artigo, abordamos as trajetórias sexuais de adolescentes de ambos os sexos que mantêm práticas sexuais homoeróticas ou não. Discutimos as relações desses adolescentes com seus familiares e grupos de pares e a questão de sair do armário como ferramenta política. Tendo como base as concepções de Sedgwick, analisamos os momentos em que sair do armário pode ser uma entre tantas maneiras de manifestação das diferentes sexualidades em relação à heteronormatividade. Apoiando-nos nas colocações de teóricos pós-estruturalistas, abordamos também as construções teóricas e as produções discursivas sobre a adolescência, apontando novas manifestações da juventude na contemporaneidade. Por fim, percebemos a existência de amplos fatores que afetam as decisões de jovens não heterossexuais quanto a sair (ou não do armário para além da homofobia: eventos pessoais, histórias de vida e mesmo a revelação de sua sexualidade aos pais e/ou a outras pessoas.

  15. Drugs + HIV, Learn the Link

    Medline Plus

    Full Text Available ... of HIV in the United States, please visit: https://www.aids.gov/hiv-aids-basics/hiv-aids- ... HIV, STD, and TB Prevention. What Is HIV? ( http://www.cdc.gov/hiv/pubs/faq/faq1.htm ). ...

  16. Drugs + HIV, Learn the Link

    Medline Plus

    Full Text Available ... of HIV in the United States, please visit: https://www.aids.gov/hiv-aids-basics/hiv-aids- ... HIV, STD, and TB Prevention. What Is HIV? ( http://www.cdc.gov/hiv/pubs/faq/faq1.htm ). ...

  17. HIV among Women

    Science.gov (United States)

    ... Prevention VIH En Español Get Tested Find an HIV testing site near you. Enter ZIP code or city Follow HIV/AIDS CDC HIV CDC HIV/AIDS See RSS | ... Email Updates on HIV Syndicated Content Website Feedback HIV Among Women Format: Select One File [155K] Recommend ...

  18. HIV among Transgender People

    Science.gov (United States)

    ... Prevention VIH En Español Get Tested Find an HIV testing site near you. Enter ZIP code or city Follow HIV/AIDS CDC HIV CDC HIV/AIDS See RSS | ... Email Updates on HIV Syndicated Content Website Feedback HIV Among Transgender People Format: Select One PDF [227K] ...

  19. Living with HIV

    Science.gov (United States)

    ... Abroad Treatment Basic Statistics Get Tested Find an HIV testing site near you. Enter ZIP code or city Follow HIV/AIDS CDC HIV CDC HIV/AIDS See RSS | ... Syndicated Content Website Feedback HIV/AIDS Living With HIV Language: English (US) Español (Spanish) Recommend on ...

  20. HIV Among Asians

    Science.gov (United States)

    ... Prevention VIH En Español Get Tested Find an HIV testing site near you. Enter ZIP code or city Follow HIV/AIDS CDC HIV CDC HIV/AIDS See RSS | ... Email Updates on HIV Syndicated Content Website Feedback HIV Among Asians in the United States Format: Select ...

  1. A violência como tema transversal aos estudos sobre a deficiência: interconexões necessárias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Wanderer

    2015-04-01

    Full Text Available A violência é um importante tema transversal aos estudos sobre a deficiência. Quando exercida contra pessoas com deficiência, liga-se a elementos de estigmatização, quebra do direito ao pleno desenvolvimento e consequente exclusão social. Neste trabalho, por meio de análise crítica da literatura, problematiza-se a concepção de uma vulnerabilidade necessariamente aumentada desses sujeitos a sofrerem violência em razão de uma condição assumida como sendo inerente a eles, para localizar a temática no âmbito das relações interpessoais, familiares, comunitárias e institucionais. A psicologia deve contribuir para construir políticas públicas que atuem no enfrentamento à violência contra pessoas com deficiência, concebendo seu desenvolvimento como processo contínuo, dinâmico, não delimitado a priori e qualitativamente diferenciado, em que exercem papel ativo. É essencial uma educação para os direitos e a cidadania, bem como a ação do Estado na criação de instâncias de cuidado, em sentido amplo.

  2. Perfil clínico e epidemiológico de gestantes infectadas pelo HIV em um serviço do sul do Brasil Clinical and epidemiological profile of HIV-infected pregnant women in a service in south Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristine Kolling Konopka

    2010-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar o perfil clínico e epidemiológico, o desfecho da gestação e a transmissão vertical de gestantes infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV atendidas no pré-natal do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM. MÉTODOS: foi realizado um estudo prospectivo na população de 139 gestantes portadoras do vírus HIV que foram atendidas no Ambulatório de Pré-natal de Alto Risco do HUSM durante o período de agosto de 2002 a agosto de 2007, e que tiveram pelo menos duas consultas de pré-natal neste serviço. A coleta de dados foi efetuada por meio de entrevista e preenchimento do protocolo de pesquisa durante a consulta de pré-natal. O protocolo era mantido anexado ao prontuário da paciente e mantido até o desfecho da gestação. Realizou-se análise descritiva das variáveis quantitativas utilizando-se o programa SPSS versão 15.0. RESULTADOS: dentre as 139 gestantes, a média de idade foi de 25,6 anos (±5,8, 79 (56,8% eram brancas, 81 (58,5% eram casadas ou viviam em união estável e 90 (65,0% tinham menos de oito anos de escolaridade. Cinquenta e um por cento das gestantes já tinham dois ou mais filhos, apresentando número de filhos superior à média estadual. O diagnóstico da infecção foi realizado em gestação atual ou anterior em mais de 70,0% das vezes. Houve exposição sexual em 97,7% e, destas, o parceiro era sabidamente infectado em 59,6%. No período, dos casos adequadamente acompanhados, apenas um recém-nascido (0,7% contraiu a infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: mulheres jovens em situação socioeconômica de vulnerabilidade, com baixa escolaridade e multíparas constituem a maioria da população de gestantes HIV-positivo atendidas no serviço. Avaliações realizadas durante o pré-natal foram relevantes para o diagnóstico da infecção na maioria dos casos. O diagnóstico precoce, associado ao adequado acompanhamento clínico, obstétrico, psicológico e cuidados de enfermagem, s

  3. Vulnerabilidade programática na prevenção da transmissão materno-fetal da AIDS Program deficiencies in the prevention of maternal-fetal transmission of AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Katia V. de O. Feliciano

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a operacionalidade das ações de prevenção da transmissão materno-fetal do HIV na assistência pré-natal. MÉTODOS: estudo descritivo realizado na cidade do Recife, Pernambuco, de maio a julho de 1998, em 27 unidades dos seis Distritos Sanitários: 19 Centros de Saúde, duas Maternidades e seis do Programas de Saúde da Família (PSF. A organização foi caracterizada por meio de observações e entrevistas com gerentes e equipes técnicas. Acompanhou-se o processo de trabalho durante, no mínimo, dois turnos, em dias da semana aleatoriamente selecionados, totalizando 214 horas. As 355 gestantes presentes responderam um questionário: idade, antecedentes obstétricos, número de consultas, acessibilidade e orientações recebidas. RESULTADOS: em 63,0% das unidades houve demanda reprimida. Somente 41,6% das gestantes em seguimento tiveram a consulta atual agendada pelo serviço após a anterior. Em relação às doenças sexualmente transmissíveis: todos solicitaram o teste luético e 67,0% convocaram os parceiros quando o exame é positivo; não houve oferta universal do teste anti-HIV, nenhum realizou aconselhamento, apenas 26,7% dos médicos que identificaram gestantes de risco para AIDS solicitaram o teste e 19,8% das gestantes receberam orientações sobre essas doenças. CONCLUSÕES: a vulnerabilidade institucional na execução das ações programáticas e o amplo conjunto de necessidades de saúde da mulher em idade reprodutiva reiteram a importância de organizar o pré-natal.OBJECTIVES: to assess the effectiveness of maternal-fetal HIV transmission prevention programs at the pre-natal care stage. METHODS:a descriptive study was held in the city of Recife, Pernambuco, from May to July 1998, in 27 locations of six Sanitary Districts: 19 Health Centers, two Maternity Clinics and six Family Health Programs (PSF. The study focused on observation and interviews of managers and technical teams. Their work was followed

  4. Revis\\~ao da Constru\\c{c}\\~ao de Modelos Supersim\\'etricos

    CERN Document Server

    Rodríguez, M C

    2001-01-01

    Foi com base neste estudo que fizemos a constru\\c{c}\\~ao da vers\\~ao supersim\\'etrica dos modelos de simetria $SU(3)_{C} \\otimes SU(3)_{L} \\otimes U(1)_{N}$ \\cite{susy331}, apresentado no final da minha tese de doutorado \\cite{mcr1}. Bem como dos estudos fenomenol\\'ogicos subsequente \\cite{mcr}.

  5. Into the Blue: AO Science with MagAO in the Visible

    CERN Document Server

    Close, Laird M; Follette, Katherine B; Hinz, Phil; Morzinski, Katie M; Wu, Ya-Lin; Kopon, Derek; Riccardi, Armando; Esposito, Simone; Puglisi, Alfio; Pinna, Enrico; Xompero, Marco; Briguglio, Runa; Quiros-Pacheco, Fernando

    2014-01-01

    We review astronomical results in the visible ({\\lambda}<1{\\mu}m) with adaptive optics. Other than a brief period in the early 1990s, there has been little astronomical science done in the visible with AO until recently. The most productive visible AO system to date is our 6.5m Magellan telescope AO system (MagAO). MagAO is an advanced Adaptive Secondary system at the Magellan 6.5m in Chile. This secondary has 585 actuators with < 1 msec response times (0.7 ms typically). We use a pyramid wavefront sensor. The relatively small actuator pitch (~23 cm/subap) allows moderate Strehls to be obtained in the visible (0.63-1.05 microns). We use a CCD AO science camera called "VisAO". On-sky long exposures (60s) achieve <30mas resolutions, 30% Strehls at 0.62 microns (r') with the VisAO camera in 0.5" seeing with bright R < 8 mag stars. These relatively high visible wavelength Strehls are made possible by our powerful combination of a next generation ASM and a Pyramid WFS with 378 controlled modes and 1000...

  6. Retinal Thickening and Photoreceptor Loss in HIV Eyes without Retinitis.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cheryl A Arcinue

    Full Text Available To determine the presence of structural changes in HIV retinae (i.e., photoreceptor density and retinal thickness in the macula compared with age-matched HIV-negative controls.Cohort of patients with known HIV under CART (combination Antiretroviral Therapy treatment were examined with a flood-illuminated retinal AO camera to assess the cone photoreceptor mosaic and spectral-domain optical coherence tomography (SD-OCT to assess retinal layers and retinal thickness.Twenty-four eyes of 12 patients (n = 6 HIV-positive and 6 HIV-negative were imaged with the adaptive optics camera. In each of the regions of interest studied (nasal, temporal, superior, inferior, the HIV group had significantly less mean cone photoreceptor density compared with age-matched controls (difference range, 4,308-6,872 cones/mm2. A different subset of forty eyes of 20 patients (n = 10 HIV-positive and 10 HIV-negative was included in the retinal thickness measurements and retinal layer segmentation with the SD-OCT. We observed significant thickening in HIV positive eyes in the total retinal thickness at the foveal center, and in each of the three horizontal B-scans (through the macular center, superior, and inferior to the fovea. We also noted that the inner retina (combined thickness from ILM through RNFL to GCL layer was also significantly thickened in all the different locations scanned compared with HIV-negative controls.Our present study shows that the cone photoreceptor density is significantly reduced in HIV retinae compared with age-matched controls. HIV retinae also have increased macular retinal thickness that may be caused by inner retinal edema secondary to retinovascular disease in HIV. The interaction of photoreceptors with the aging RPE, as well as possible low-grade ocular inflammation causing diffuse inner retinal edema, may be the key to the progressive vision changes in HIV-positive patients without overt retinitis.

  7. Demandas e expectativas de usuários de centro de testagem e aconselhamento anti-HIV Demandas y expectativas de usuarios de centros de examen y consejo anti-VIH Demands and expectations of users of HIV testing and counseling centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia de Souza Souza

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar características, demandas e expectativas de usuários de um centro de testagem e aconselhamento anti-HIV. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Pesquisa qualitativa realizada com 32 usuários de centro de testagem e aconselhamento do estado de Minas Gerais, de novembro de 2005 a março de 2006. Utilizou-se a técnica de entrevista aberta semi-estruturada e uma adaptação do método de análise de conteúdo, empregando-se a modalidade temática. ANÁLISE DOS RESULTADOS: A falta de conhecimento do serviço, a dificuldade de se perceber vulnerável à infecção, as justificativas por não pertencer aos grupos de risco, o receio do constrangimento e de um atendimento precário surgiram como importantes limitações de acesso aos centros de testagem e aconselhamento. CONCLUSÕES: No discurso dos usuários, foi identificado um paradoxo entre o aspecto participativo na superação da vulnerabilidade e a busca de soluções pragmáticas de exclusão do risco. Suas demandas sinalizaram estratégias que contenham: qualidade da informação prestada, acesso ao serviço e aos discursos de prevenção e promoção da saúde.OBJETIVO: Analizar características, demandas y expectativas de usuarios de centro de examen y consejo anti-VIH. PROCEDIMIENTOS METODOLÓGICOS: Investigación cualitativa realizada con 32 usuarios de centro de examen y consejo del estado de Minas Gerais, en sureste de Brasil, de noviembre de 2005 a marzo de 2006. Se utilizó técnica de entrevista abierta semi-estructurada y una adaptación del método de análisis de contenido, empleándose la modalidad temática. ANÁLISIS DE LOS RESULTADOS: La falta de conocimiento del servicio, la dificultad de percibirse vulnerable a la infección, las justificaciones por no pertenecer a los grupos de riesgo, el recelo del constreñimiento y de una atención precaria surgieron como importantes limitaciones de acceso a los centros de examen y consejo. CONCLUSIONES: En el discurso de los

  8. Twelve thousand laser-AO observations: first results from the Robo-AO large surveys

    Science.gov (United States)

    Law, Nicholas M.; Baranec, Christoph; Riddle, Reed L.

    2014-07-01

    Robo-AO is the first AO system which can feasibly perform surveys of thousands of targets. The system has been operating in a fully robotic mode on the Palomar 1.5m telescope for almost two years. Robo-AO has completed nearly 12,000 high-angular-resolution observations in almost 20 separate science programs including exoplanet characterization, field star binarity, young star binarity and solar system observations. We summarize the Robo-AO surveys and the observations completed to date. We also describe the data-reduction pipeline we developed for Robo-AO—the first fully-automated AO data-reduction, point-spread-function subtraction and companion-search pipeline.

  9. EVALUACIÓN DEL RIESGO ASOCIADO A VULNERABILIDAD FÍSICA POR TALUDES Y LADERAS INESTABLES EN LA MICROCUENCA CAY, IBAGUÉ, TOLIMA, COLOMBIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yelena Hernández Atencia

    2016-01-01

    Full Text Available Este artículo de investigación presenta una herramienta de evaluación para detectar la vulnera- bilidad física asociada con taludes inestables, sobre la base de una investigación titulada “Carac - terización y análisis de la amenaza por fenómenos de remoción en masa en la microcuenca de la quebrada Cay (Ibagué, Tolima, Colombia”. Se presenta una ecuación que relaciona los factores clave que influyen en la amenaza y los elementos expuestos asociados con la vulnerabilidad física. Cada factor y elemento expuesto es categorizado. El producto de la amenaza, la vulnerabi- lidad física y la probabilidad de ocurrencia, da como resultado el parámetro RVF (riesgo asociado a vulnerabilidad física, el cual se clasifica de bajo a muy alto, según los efectos del evento amenazante sobre los elementos físicos expuestos. Se obtuvo una valoración del riesgo asociado a la vulnerabilidad física de las zonas de mayor inestabilidad en la microcuenca Cay. Esta puede ser utilizada para diseñar obras de ingeniería civil que permitan prevenir y controlar los daños causados por las inestabilidades sobre la infraestructura física de la microcuenca de la quebrada Cay. La ecuación propuesta es una herramienta valiosa para los tomadores de decisiones para priorizar la inversión de los recursos públicos.

  10. Vulnerabilidad socio­económica de los agricultores frente a huracanes en las islas de Providencia y Santa Catalina, Caribe colombiano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Velásquez Calderón Carolina

    2011-11-01

    Full Text Available La región del Gran Caribe es una zona que ha sido frecuentemente impactada por huracanes, y la agricultura ha sido uno los sectores productivos más afectados. En las islas de Providencia y Santa Catalina, el paso del huracán Beta en octubre de 2005 dejó impactos severos, principalmente en este sector, lo que demandó investigaciones para contribuir a la gestión del riesgo. El objetivo de la presente investigación fue estimar la vulnerabilidad socio­económica de los agricultores de las islas de Providencia y Santa Catalina, frente a huracanes. La metodología se basó en establecer indicadores que se ajustaron a partir de protocolos y trabajos internacionales, mediante la realización de una encuesta mixta (cualitativa y cuantitativa, con 66 preguntas, aplicada al 56% del total de agricultores durante el año 2008. Los principales resultados obtenidos demostraron que, en términos generales, nueve de las diez microcuencas de las islas tienen un nivel medio de vulnerabilidad y muy alto en la de San Felipe. Los indicadores socio­económicos con un alto y muy alto grado de vulnerabilidad, fueron la falta de organización comunitaria, la falta de estímulos financieros y los bajos ingresos económicos. Con estos resultados, se logró proponer lineamientos para acciones correctivas y de prevención frente al riesgo social construido.

  11. Dor musculoesquelética e vulnerabilidade ocupacional em trabalhadores do setor público municipal em Belo Horizonte, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Judith Esteves Fantini

    2014-12-01

    Full Text Available Este artigo buscou descrever o perfil dos trabalhadores no setor público municipal em relação à ocorrência autorreferida de dor musculoesquelética (DME. Em 2009, foi realizado um estudo seccional em Belo Horizonte que avaliou características sociodemográficas, funcionais, condição de saúde, hábitos e qualidade de vida, por meio de questionário autoaplicado. Utilizou-se o método Grade of Membership (GoM para definir os perfis e os graus de pertencimento a cada perfil particular. Três perfis de referência foram identificados: trabalhador com dor; trabalhador sem dor; não respondentes. Diante dos perfis de referência, a tipologia de associação entre trabalho e ocorrência autorreferida de DME classificou 89,9% da amostra. A tipologia foi organizada em cinco perfis: misto (4,1%; trabalhador doente (12,0%; trabalhador mais vulnerável à DME (16,9%; trabalhador menos vulnerável à DME (22,6%; e trabalhador saudável (34,3%. A análise dos perfis permitiu esclarecer as conexões entre DME e os fatores físicos e psicossociais do trabalho no serviço público municipal, indicando vias para a reflexão sobre as iniquidades em saúde musculoesquelética e a vulnerabilidade ocupacional.

  12. Analisis de la vulnerabilidad laboral y los determinantes del trabajo decente. El caso de Ecuador 2008-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alejandra Villacis

    2016-12-01

    Full Text Available El artículo hace un análisis de la vulnerabilidad del mercado laboral medida a través de la iniciativa de trabajo decente de la oit. Se aplica —para Ecuador en el período 2008-2011— un modelo derivado de la metodología de pobreza multidimensional que toma en cuenta tanto el bienestar económico como el bienestar social. Como resultados, se encuentra que, para el promedio del período, apenas el 1 % del total de la población ocupada tiene un trabajo decente, mientras que el 67,6 % tiene un trabajo considerado como no decente, en el cual su ingreso laboral no alcanza para cubrir sus necesidades básicas y posee más de cuatro carencias en sus derechos laborales. Los trabajadores vulnerables por mínimos estándares laborales representan el 31 % y los trabajadores vulnerables por salario, el 0,4 %. Mujeres, trabajadores del sector rural y trabajadores informales son los grupos más propensos a no tener un trabajo decente, mientras el trabajador con mayores años de escolaridad, o que trabaja en el sector público, tiene una mayor probabilidad de conseguir un trabajo decente. Para concluir, se discuten recomendaciones de política pública para el aumento del trabajo decente en Ecuador.

  13. Vulnerabilidad a la introducción y transmisión local de la Encefalitis Equina Venezolana. Delicias, 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yoenny Peña García

    2015-11-01

    Full Text Available La Encefalitis Equina Venezolana (EEV es una enfermedad infecciosa, causada por un arbovirus de la familia Togaviridae, es transmitida del caballo o aves al hombre a través de picaduras de mosquitos, constituyendo una zoonosis. Cuba presta colaboración internacionalista en países donde esta enfermedad es endémica y considerada peligrosa, desde el punto de vista económico y sanitario. Se realizó  un estudio epidemiológico, para determinar la vulnerabilidad de introducción y transmisión local de la Encefalitis Equina Venezolana en el Área de Salud Delicias en el año 2009. Se utilizaron las siguientes variables: país de procedencia del colaborador, géneros de culícidos transmisores, población equina y se determinaron zonas de riesgo. Se identificaron tres países endémicos, el que mayor cantidad de colaboradores tuvo fue Venezuela, con 66 (85,7%, seguido de Ecuador y Haití, que solo tuvieron 1 (1,3%. El Consejo Popular 3 es el que más colaboradores en zonas endémicas poseyó (50, para un 87,7%. En el área se identificaron 11 géneros de mosquitos, de ellos cuatro transmisores de la EEV (Culex, Mansonia, Psorophora, y Anopheles, la población de equinos se distribuye en todo el territorio. Constituyen las zonas de mayor riego para la transmisión local de la enfermedad la parte noreste del poblado de Delicias y el poblado de San Manuel, determinándose 12 comunidades atendidas por Consultorios Médicos de Familia de alto riesgo para la transmisión local.

  14. Racionalidade e vulnerabilidade: elementos para a redefinição da sujeição moral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe, Sônia T.

    2007-01-01

    Full Text Available A filosofia moral tradicional estabelece o critério da posse da razão como exigência para a definição da pertinência ou não de um sujeito à comunidade moral humana, e, pois, a ser considerado digno de respeito ético e justiça. Contrariando a tradição moral, Kenneth E. Good-paster, Tom Regan e Paul W. Taylor redefinem a a constituição da comunidade moral e o alcance da justiça, estabelecendo a perspectiva dos que são afetados pelas ações morais, não a dos sujeitos morais agentes, como a referência para se tomar decisões éticas relativas à justiça. Enquanto a filosofia moral tradicional considera apenas a categoria dos sujeitos morais agentes, estes autores desdobram a sujeição moral em duas possibilidades: a da agência e a da paciência moral. Com este desdobramento, mantém-se a estatura dos agentes racionais como responsáveis pela moralidade, enquanto a vulnerabilidade às ações e decisões dos sujeitos morais agentes é levada em conta, permitindo a inclusão na comunidade moral e da justiça de interesses não-racionais, de animais e ecossistemas não-animados, por exemplo.

  15. Vulnerabilidad de estructuras con base en marcos de concreto reforzado en el valle de México ante un escenario similar al sismo de septiembre de 1985

    OpenAIRE

    2005-01-01

    Se presenta una estimación de la respuesta no lineal de estructuras con base en marcos de concreto reforzado en el Distrito Federal, con la finalidad de realizar un estudio de su vulnerabilidad sísmica mediante la construcción de mapas de isodemandas (ductilidad y desplazamiento), considerando diferentes periodos estructurales y recreando, en lo posible, el escenario sísmico correspondiente al sismo del 19 de septiembre de 1985. El comportamiento no lineal de las estructuras de concreto se re...

  16. Indicadores de desempeño, presión y vulnerabilidad de las finanzas públicas estatales en México

    OpenAIRE

    Alfonso Mendoza Velázquez

    2010-01-01

    La vulnerabilidad y presión de los sistemas financieros es un tema latente en la práctica y estudio de la economía a la luz de la crisis reciente. Este artículo define la presión financiera de los gobiernos estatales como aquella ejercida por el desequilibrio financiero, el incremento del gasto corriente, la falta de inversión, la acumulación excesiva de deuda pública y su servicio. A partir de un análisis multivariado en este artículo se desarrolla seis índices que miden en su conjunto la pr...

  17. Estudio de un IDS Open Source frente a herramientas de análisis y explotación de vulnerabilidades

    OpenAIRE

    Gascón Polanco, Hugo

    2010-01-01

    Ante el vertiginoso ritmo de cambio inherente al mundo de la seguridad de los sistemas de información y la necesidad constante de actualización de los sistemas implicados en la misma, surge la motivación original de este proyecto: analizar la respuesta desde un punto de vista tanto teórico como práctico de Snort, un sistema de detección de intrusiones en red open source de amplia difusión, frente a herramientas de explotación y detección de vulnerabilidades. El sistema de detección de intrusi...

  18. La búsqueda de sensaciones y su relación con la vulnerabilidad a la adicción y al estrés

    OpenAIRE

    2008-01-01

    Existe una importante vulnerabilidad individual a la adicción que puede estar relacionada con factores de personalidad. Uno de los rasgos de personalidad más estudiado en relación a la susceptibilidad a la adicción ha sido el de búsqueda de sensaciones o de novedades. En esta revisión se analizan principalmente datos de investigación básica sobre la relación entre adicción y búsqueda de sensaciones. En modelos animales este rasgo ha sido valorado principalmente mediante la actividad motora en...

  19. Tutorías y estipendio mensual: contribuciones a la trayectoria universitaria de jóvenes en situación de vulnerabilidad

    OpenAIRE

    Liliana Mayer; Leticia Cerezo

    2016-01-01

    Este artículo tiene como objetivo presentar los resultados de la evaluación de un Programa implementado en Argentina que promueve la inclusión y la permanencia universitaria de jóvenes en situación de vulnerabilidad social mediante dos recursos: estipendio mensual y tutorías. Presentamos los resultados de una investigación principalmente cualitativa ‒ combina grupos focales y entrevistas en profundidad‒ complementada con datos cuantitativos ‒ encuestas autoadministradas‒. Damos cuenta de las ...

  20. La vulnerabilidad laboral, la formalización e informalización en el mercado laboral urbano de México, 1991 y 1992

    OpenAIRE

    Jorge Enrique Horbath

    1999-01-01

    La vulnerabilidad laboral es una manifestación de la precariedad de las condiciones del empleo a las que se enfrentan los trabajadores en el mercado de trabajo urbano de México. La inestabilidad de los empleos, la fluctuación de los ingresos, el impacto negativo de la inflación, la contratación a término fijo, la temporalidad del empleo y otros factores asociados a la alta movilidad laboral de los trabajadores permiten no sólo entender realmente de qué se trata l...

  1. De la vulnerabilidad a la producción del riesgo en las tres primeras décadas de la ciudad de Mexicali, 1903-1933

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Judith Ley García

    2008-01-01

    Full Text Available A partir de un enfoque alternativo, se asume que es la sociedad a la par con los asentamientos humanos, la que provoca el riesgo. Este artículo analiza la producción del riesgo de desastre en Mexicali, durante las primeras tres décadas de su desarrollo. A partir del modelo presión y liberación, se realiza una revisión histórica para identificar las decisiones, situaciones e intereses que intervinieron en la configuración y transformación de la relación compleja entre peligros naturales y vulnerabilidad.

  2. Transferências de Renda e Riscos e Vulnerabilidades de Gênero: Lições da América Latina

    OpenAIRE

    Rebecca Holmes; Nicola Jones; Rosana Vargas; Fábio Veras Soares

    2015-01-01

    "A pobreza na América Latina é altamente influenciada pelas vulnerabilidades de gênero. Embora tenha havido um progresso significativo no sentido de garantir a igualdade de gênero na região, incluindo a paridade educacional e o aumento dos níveis de participação econômica e política, há mais mulheres do que homens vivendo em situação de pobreza; as disparidades salariais de gênero persistem e as mulheres enfrentam um aumento das tarefas e cuidados domésticos, bem como altas taxas de gravidez ...

  3. Una aproximación a la vulnerabilidad y la resiliencia ante eventos hidrometeorológicos extremos en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto M. Constantino T.

    2011-01-01

    Full Text Available El objetivo de este artículo es la exploración de una forma institucional diferente para aproximarse al diseño de estrategias dirigidas a la atención de los eventos hidrometeorológicos que se presentan con frecuencia en México. En el contexto de una creciente presencia de este tipo de eventos en el país asociados con el cambio climático, el aumento en la resiliencia se relaciona con la identificación y corrección de la vulnerabilidad de aquellos ámbitos susceptibles a las amenazas de este tipo.

  4. Estudo biof?sico, temporal e an?lise da vulnerabilidade natural ? eros?o dos solos no munic?pio de Manacapuru, Amazonas

    OpenAIRE

    Oliveira, Maria Ant?nia Falc?o de

    2012-01-01

    A presente pesquisa teve como objetivo realizar um estudo biof?sico, multitemporal e an?lise da vulnerabilidade natural ? eros?o dos solos no munic?pio de Manacapuru, utilizando ferramentas geotecnol?gicas. O procedimento metodol?gico consistiu em quatro fases. A primeira refere-se ? estrutura??o e atualiza??o da base cartogr?fica para caracteriza??o dos aspectos biof?sicos da ?rea de estudo. A segunda fase consistiu na an?lise multitemporal das imagens de sat?lite buscando ide...

  5. ALTAIR-SIGVI: un nuevo sistema para combatir el cibercrimen mitigando las vulnerabilidades = ALTAIR-SIGVI: mitigate vulnerabilities, a new way to work against cybercrime

    OpenAIRE

    Huerta Cerezuela, Víctor

    2015-01-01

    Uno de los retos a los que se enfrentan los administradores de sistemas informáticos hoy es el evitar que los recursos TIC que gestionan se usen para realizar ciberdelitos, o sufrir el impacto en sus propios servicios de ciberataques. En este artículo se explica el reto de poner en marcha un nuevo modelo operativo que permita incrementar la ciberseguridad de nuestras infraestructuras tecnológicas con la herramienta ALTAIR-SIGVI que nos alerta de las vulnerabilidades y nos permite auditar nues...

  6. Estados Unidos: do Iraque ao Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virgílio Caixeta Arraes

    2010-12-01

    Full Text Available O presente artigo busca analisar os recentes temas recorrentes na política externa norte-americana, caracterizada pela “guerra contra o terror”, e seus impactos para a agenda a ser discutida na vindoura visita do presidente dos Estados Unidos, Geoge W. Bush, ao Brasil.

  7. Análise da vulnerabilidade da microrregião de Itajubá por meio do IVG com vistas à mitigação dos impactos causados pelas mudanças climáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Henrique Tibúrcio

    2012-12-01

    Full Text Available A vulnerabilidade dos municípios que compõem a microrregião de Itajubá, MG, Brasil, foi avaliada por meio da regionalização do Índice de Vulnerabilidade Geral - IVG, metodologia desenvolvida pela Fiocruz com base em indicadores socioeconômicos, epidemiológicos e climáticos. O resultado aponta para o fator socioeconômico como principal contribuinte para a vulnerabilidade na região. A análise de eventos extremos de precipitação, utilizada como indicador climático, mostrou que a variabilidade do clima foi um fator expressivo de vulnerabilidade em 30% dos municípios. A baixa qualidade dos dados epidemiológicos na escala analisada, sobretudo as taxas de incidência, foi o principal fator complicador para regionalização do IVG.La vulnerabilidad por los cambios climáticos en los municipios que constituyen la microrregión de Itajubá, MG - Brasil, fue evaluada a través de la regionalización del Índice de Vulnerabilidad General (IVG, metodología desarrollada por la Fiocruz con base en indicadores socioeconómicos, epidemiológicos y climáticos. El resultado señala al factor socioeconómico como principal contribuyente en la vulnerabilidad de dicha región. El análisis de eventos extremos por precipitación, utilizado como indicador climático, mostró que la variabilidad del clima, expresa la vulnerabilidad de 30% de los municipios en esa región. La escases de información epidemiológica, como la ausencia de datos referentes a las tasas de incidencia, constituyeron el principal obstáculo en la regionalización del IVG.An extension of the General Vulnerability Index - IVG to cover a geographic region was used to assess the vulnerability of the municipalities within the region of Itajubá, MG, Brazil. The IVG methodology, developed by Fiocruz, is based on socioeconomic, epidemiological and climate indicators. The result pointed to socioeconomic factors as the major contributor to vulnerability in the region. As showed by the

  8. Vulnerabilidad a la inseguridad alimentaria en la ciudad de Neuquén: análisis de las políticas públicas alimentarias y las estrategias de los hogares entre 1990 y 2010

    OpenAIRE

    Salomone, Anabella

    2016-01-01

    Agradecimientos - Índice - Introducción - Capítulo I: Estado del Arte y Marco Conceptual y Metodológico - 1.1 Antecedentes - 1.2 Planteo y Justificación del problema - 1.3 Objetivos - 1.4 Metodología - 1.5 Marco Teórico - Primera Transición Demográfica - La Segunda Transición Demográfica y la Urbanización - Nuevos Enfoques para estudiar la pobreza - El enfoque de vulnerabilidad - Los activos y las estrategias de los hogares - Estructura de oportunidades - Clasificaciones de vulnerabilidad - I...

  9. The Subaru Coronagraphic Extreme AO Project

    Science.gov (United States)

    Martinache, Frantz; Guyon, O.; Lozi, J.; Tamura, M.; Hodapp, K.; Suzuki, R.; Hayano, Y.; McElwain, M. W.

    2009-01-01

    While the existence of large numbers of extrasolar planets around solar type stars has been unambiguously demonstrated by radial velocity, transit and microlensing surveys, attempts at direct imaging with AO-equipped large telescopes remain unsuccessful. Because they supposedly offer more favorable contrast ratios, young systems consitute prime targets for imaging. Such observations will provide key insights on the formation and early evolution of planets and disks. Current surveys are limited by modest AO performance which limits inner working angle to 0.2", and only reach maximum sensitivity outside 1". This translates into orbital distances greater than 10 AU even on most nearby systems, while only 5 % of the known exoplanets have a semimajor axis greater than 10 AU. This calls for a major change of approach in the techniques used for direct imaging of the direct vicinity of stars. A sensible way to do the job is to combine coronagraphy and Extreme AO. Only accurate and fast control of the wavefront will permit the detection of high contrast planetary companions within 10 AU. The SCExAO system, currently under assembly, is an upgrade of the HiCIAO coronagraphic differential imaging camera, mounted behind the 188-actuator curvature AO system on Subaru Telescope. This platform includes a 1000-actuator MEMS deformable mirror for high accuracy wavefront correction and a PIAA coronagraph which delivers high contrast at 0.05" from the star (5 AU at 100 pc). Key technologies have been validated in the laboratory: high performance wavefront sensing schemes, spider vanes and central obstruction removal, and lossless beam apodization. The project is designed to be highly flexible to continuously integrate new technologies with high scientific payoff. Planned upgrades include an integral field unit for spectral characterization of planets/disks and a non-redundant aperture mask to push the performance of the system toward separations less than lambda/D.

  10. MOTIVOS DA NÃO ADESÃO DE MÃES AO ESQUEMA VACINAL DE FILHOS EXPOSTOS AO HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Socorro Mendonça Sherlock

    2013-01-01

    Full Text Available El objetivo fue describir el conocimiento de madre seropositiva al VIH sobre el calendario de vacunación del hijo y conocer las razones de no adhesión al esquema de vacunas del hijo. Estudio descriptivo, cualitativo, llevado a cabo en ambulatorio de institución pública de Fortaleza-CE, Brasil. Participaron 16 madres/cuidadoras de niños con hasta dos años expuestos al VIH/SIDA. Los datos fueron recolectados a través de entrevista semiestructurada, de enero a marzo/2012. Del análisis, emergieron dos categorías: desconocimiento de la madre acerca de las vacunas especiales en niños con VIH y razones de la no adherencia al programa de vacunación especial. Las madres presentaron deficiencia de conocimiento, señalaron miedo y desinterés por informaciones sobre la enfermedad y las medidas preventivas, además de dificultades enfrentadas. Los profesionales de salud deben promover acciones con estas madres para integración, responsabilidad y atención acerca de la importancia de las vacunas a la salud del hijo.

  11. Adesão ao tratamento de crianças soropositivas ao HIV: uma análise conceitual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Rolim de Holanda

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Analizar el concepto de la adherencia al tratamiento de los niños que viven con el VIH, expresado en la literatura de la salud, haciendo la identificación de sus atributos esenciales, antecedentes y consecuencias. Método: método evolutivo de análisis de concepto propuesto por Rodgers para evaluar los 17 artículos que se centraron en el tema del estudio. Resultados: identificado como atributos esenciales que caracterizan el concepto. A raíz de la prescripción por el binomio niño-familia, la disponibilidad de formulaciones pediátricas, acompañamiento clínico y de laboratorio regulares, adecuación de los hábitos y toma de decisiones compartida entre el cuidador y el niño. Conclusiones: con base en los elementos identificados, se elaboró una definición consensuada en que se entiende la adherencia al tratamiento de los niños VIH positivos como un proceso de colaboración que va más allá de tomar los medicamentos, teniendo en cuenta el dinamismo, los aspectos de la familia, la vida cotidiana de los niños, la parte social, económica y estructural del fenómeno en estudio. Los hallazgos permiten una comprensión más amplia del concepto y ofrecer subsidios para la prestación de la atención integral dirigida a controlar la enfermedad y mejorar la calidad de vida. Se sugiere la formación de grupos multidisciplinarios dedicados a la realización de trabajos educativos sobre las dificultades en el cumplimiento, la promoción de un espacio de intercambio de experiencias y el desarrollo de estrategias de afrontamiento.

  12. HIV Life Cycle

    Science.gov (United States)

    HIV Overview The HIV Life Cycle (Last updated 9/13/2016; last reviewed 9/8/2016) Key Points HIV gradually destroys the immune ... life cycle. What is the connection between the HIV life cycle and HIV medicines? Antiretroviral therapy (ART) ...

  13. CARACTERIZACIÓN ESPACIAL DE LA VULNERABILIDAD SOCIODEMOGRÁFICA EN DOS DISTRITOS MADRILEÑOS ANTE RIESGOS TECNOLÓGICOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana de las Cuevas Suárez

    2009-01-01

    Full Text Available Entre los efectos adversos que conlleva el desarrollo económico, particularmente en áreas urbanas, se encuentra el incremento de fuentes potenciales de riesgo para la salud de la población. El estudio aquí presentado tiene como objetivo profundizar en el análisis de la vulnerabilidad sociodemográfica, en dos distritos urbanos madrileños, Puente de Vallecas y Villa de Vallecas, con particular problemática social y ambiental, ante riesgos de accidentes tecnológicos. La metodología está basada en Sistemas de Información Geográfica en el que se integraron más de 70 capas temáticas. Se ha podido establecer una zonificación del área de estudio en función de su grado de exposición y una estimación de la población expuesta. En el análisis se han incorporado los núcleos chabolistas y la población estimada residente en los mismos, presentes en el área. Además, la inclusión en el análisis del área ocupada por un futuro PAU*** ha permitido estimar las condiciones de vulnerabilidad para futuras áreas y población afectadas.

  14. EL RIESGO Y LA VULNERABILIDAD ASOCIADOS A LA LÓGICA DEL MERCADO. LAS URBANIZACIONES COSTERAS TURÍSTICAS EN LA ARGENTINA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Facundo Martín Hernández

    2009-01-01

    Full Text Available Las urbanizaciones turísticas en la costa marítima de la Argentina crecen con escasos controles de su impacto ambiental. En Rocas Negras, en el Partido de General Alvarado, las residencias de veraneo se edifican sobre el borde de una barranca, y generan un escenario de riesgo, debido a la intensa erosión costera y a la remoción enmasa. En este trabajo se analiza la construcción territorial del riesgo a partir de la lógica de mercado, principalmente por el comportamiento del mercado inmobiliario en la promoción de espacios turísticos. Este modelo de crecimiento construye la vulnerabilidad al riesgo de una comunidad temporaria y con poder adquisitivo. Las conclusiones hacen referencia a una relación contradictoria entre el riesgo y la cotización de las tierras. Las vulnerabilidades cultural, ideológica e institucional son las más significativas en este proceso. Se plantea que la gestión del riesgo sólo puede alcanzarse mediante una nueva visión cultural que incluya a todos los actores sociales que pueden y deben actuar frente a la problemática.

  15. Vulnerabilidade socioambiental, inundações e repercussões na Saúde em regiões periféricas: o caso de Alagoas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neison Cabral Ferreira Freire

    2014-09-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo analisar a vulnerabilidade socioambiental das populações afetadas por desastres, adotando como estudo de caso as inundações ocorridas no Estado de Alagoas, Brasil, em 2010. Para tanto, foram pesquisadas as bases de dados Scielo e Medline, livros, dissertações e teses. Além disso, foram levantadas e analisadas matérias publicadas na imprensa local e nacional sobre essas inundações. Realizou-se também uma visita à Colônia Prisional Santa Fé, localizada no município de União dos Palmares (AL, onde se encontra abrigada parte da população afetada por inundações. A vulnerabilidade resulta, entre outras coisas, de condições de vida precárias dessa população. Mas, mesmo entre os vulneráveis há alguns grupos que se tornam ainda mais vulneráveis, vivenciando sem possibilidades de mudança uma situação de cronificação do desastre, de perpetuação do ciclo vicioso da pobreza e das precárias condições de vida.

  16. Peligro sísmico, exposición y vulnerabilidad de las Villas Vieja y Nueva de Trancas, Tucumán, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    García Alicia Irene

    2010-10-01

    Full Text Available Las Villas Vieja y Nueva de Trancas, situadas en la cuenca tectónica de Tapia-Trancas, están emplazadas sobre la zona epicentral del terremoto que destruyó a la antigua villa en 1826. El objetivo es estudiar el riesgo sísmico que presentan las villas como sumatoria del peligro sísmico natural más la vulnerabilidad de su población frente a la ocurrencia potencial de otro sismo destructivo. Se recurrió al análisis bibliográfico documental, de estadísticas demográfico-económicas, de técnicas de relevamiento geográfico y análisis espacial. Los resultados indican que estas poblaciones presentan un alto grado de vulnerabilidad física, estructural-habitacional y socioeconómica frente al peligro sísmico al que están expuestas.

  17. Peligro sísmico, exposición y vulnerabilidad de las Villas Vieja y Nueva de Trancas, Tucumán, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alicia Irene García

    2010-01-01

    Full Text Available Las Villas Vieja y Nueva de Trancas, situadas en la cuenca tectónica de Tapia-Trancas, están emplazadas sobre la zona epicentral del terremoto que destruyó a la antigua villa en 1826. El objetivo es estudiar el riesgo sísmico que presentan las villas como sumatoria del peligro sísmico natural más la vulnerabilidad de su población frente a la ocurrencia potencial de otro sismo destructivo. Se recurrió al análisis bibliográfico-documental, de estadísticas demográfico-económicas, de técnicas de relevamiento geográfico y análisis espacial. Los resultados indican que estas poblaciones presentan un alto grado de vulnerabilidad física, estructuralhabitacional y socioeconómica frente al peligro sísmico al que están expuestas.

  18. Vulnerabilidad socio-demográfica de las personas de la tercera edad. Estudio de caso, centro histórico de La Habana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    William Bello Sánchez

    2013-01-01

    Full Text Available El presente trabajo busca de modo profundo conocer las carencias y limitaciones que presentan las personas de la tercera edad en una sociedad envejecida. Unido a ello se evalúa el alcance de las instituciones e iniciativas que brindan atención al adulto mayor, en función de las áreas donde los adultos mayores se ven más limitados por condiciones demográficas, económicas y sociales. Dada la multiplicidad de formas de atención y variedad de instituciones (Estado, Iglesia, Oficina del Historiador de la Ciudad y diferentes ONG que brindan atención al adulto mayor, se esco- ge como área fundamental de estudio el Centro Histórico de La Habana. La investigación toma como referente teórico el concepto de vulnerabilidad, de modo que se pueda evaluar la profundi- dad del fenómeno del envejecimiento, y el conjunto de capacidades o incapacidades que presen- tan las personas de la tercera edad en el territorio estudiado. Los resultados que a nivel espacial, experimenta el Centro Histórico de La Habana, siguiendo los diferentes niveles de vulnerabilidad socio-demográfica del adulto mayor, fueron cotejados con las áreas en que influyen las iniciativas e instituciones que prestan atención al adulto mayor.

  19. Los jóvenes en favelas de Rio de Janeiro, Brasil: de la vulnerabilidad social a las oportunidades para el desarrollo humano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo de Oliveira Figueiredo

    Full Text Available Resumen Desde una reflexión acerca de las condiciones de vida en la realidad compleja y dinámica de las favelas de Rio de Janeiro y, de las principales dificultades generadas para el desarrollo humano de la juventud en este contexto, analizamos la función de protección social que asumen los proyectos educativos al proporcionar nuevas oportunidades de vida. En este articulo analizamos la relación entre las variables exclusión social, pobreza y violencia, integradas en la categoría vulnerabilidad social y las variables relacionadas a las oportunidades para el desarrollo humano integradas en la categoría resiliéncia. Los proyectos socioeducativos se constituyen en importante factor de resiliéncia capaz de influir en el desarrollo subjetivo de los jóvenes e impactar en la mejora de la calidad de vida en la favela. El reconocimiento social y el vinculo de confianza establecido con educadores y otros jóvenes en situación similar estimula el esfuerzo por desarrollar cambios de actitud y la construcción de nuevas posibilidades de vida a despecho de la vulnerabilidad. La oportunidad de vivenciar relaciones interpersonales, vínculos afectivos y lazos sociales positivos promueve cambios en la visión de mundo de los jóvenes y despierta el deseo de cambiar sus condiciones de vida y proyectos de futuro.

  20. Desigualdades y vulnerabilidades en la condición juvenil: el desafío de la inclusión social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alejandro José Capriati

    2015-01-01

    Full Text Available Resumen: En el artículo planteo un marco conceptual para abordar algunas de las complejidades que el desafío de la inclusión social demanda, atendiendo especialmente a las problemáticas vinculadas con la adolescencia y la juventud. Las dificultades en cuanto a la inclusión social, asunto prioritario de la agenda en juventudes, tienen como trasfondo común un proceso histórico de expropiación del bienestar. Mi propuesta centra su foco de atención en las trayectorias sociales, las situaciones de vulnerabilidad y los soportes en escenarios heterogéneos de desigualdad. Asimismo, recupero nudos problemáticos de la teoría social relativos al modo de conceptualizar el contexto social y la constitución del individuo frente a las transformaciones institucionales. A modo de cierre, postulo la necesidad no sólo de investigar los modos específicos en que se intersectan desigualdades y vulnerabilidades, sino también de avanzar hacia el estudio y diseño de tecnologías de intervención, asentadas en evidencia y en compromiso con los derechos de los sujetos.

  1. Vulnerabilidades y reconocimiento: abordaje biográfico de los vínculos entre jóvenes y violencias en barrios marginalizados de Buenos Aires, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pablo Francisco Di Leo

    Full Text Available Resumen: Presentamos resultados de una investigación en la que analizamos las experiencias de jóvenes, en torno a las violencias en barrios marginalizados, indagando sobre sus vinculaciones con procesos de vulnerabilidad y de reconocimiento. Para ello, utilizamos la estrategia metodológica de los relatos biográficos, construidos a partir de entrevistas semiestructuradas con diez jóvenes, de entre 18 y 26 años de edad, cuyos espacios de sociabilidad se encontraran en barrios marginalizados del Área Metropolitana de Buenos Aires, Argentina. Siguiendo los lineamientos de la teoría fundamentada construimos, codificamos y analizamos los datos de manera simultánea, utilizando como auxiliar el software Atlas.ti. La puesta en relato de las experiencias de jóvenes en torno a las violencias permite visibilizar el carácter dinámico y multidimensional de sus procesos de vulnerabilidad, identificando sus vinculaciones con formas de reconocimiento -afectivo, jurídico-moral y ético-social-, cuya negación en distintos momentos de sus vidas genera situaciones de menosprecio o invisibilidad social.

  2. HIV Latency

    OpenAIRE

    Robert F. Siliciano; Greene, Warner C.

    2011-01-01

    HIV-1 can establish a state of latent infection at the level of individual T cells. Latently infected cells are rare in vivo and appear to arise when activated CD4+ T cells, the major targets cells for HIV-1, become infected and survive long enough to revert back to a resting memory state, which is nonpermissive for viral gene expression. Because latent virus resides in memory T cells, it persists indefinitely even in patients on potent antiretroviral therapy. This latent reservoir is recogni...

  3. Screening and diagnosis for HIV

    Science.gov (United States)

    HIV testing; HIV screening; HIV screening test; HIV confirmatory test ... Task Force. Final Update Summary: Human Immunodeficiency Virus (HIV) Infection: Screening. July 2015. www.uspreventiveservicestaskforce.org/Page/Document/UpdateSummaryFinal/ ...

  4. Labirintite consequente ao uso de difenilhidantoina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eneida Baptistete Matarazzo

    1978-03-01

    Full Text Available É relatado o caso de paciente epilético que, aos 16 anos de idade, ao fazer uso de difenilhidantoina, apresentou, já nos primeiros dias, sinais de intolerância, com sensação de formigamento das extremidades. Aos 36 anos voltou a fazer uso desse mesmo medicamento e apresentou sintomas de labirintite, tendo crises de tipo rotatório quando inclinava a cabeça para a esquerda ou a movia bruscamente. O tratamento específico para labirintite, orientado por otorrinolaringologista, foi ineficaz e o quadro clínico agravou-se progressivamente. Ao fim de seis meses seu exame psíquico revelava leve torpor, lentificação do raciocínio, incapacidade para o trabalho e depressão reativa, observando-se, do ponto de vista neurológico, discreto desvio da marcha para a esquerda e discreto aumento da base de sustentação. Além disto referia a existência de crises rotatórias e vômitos tão frequentes que nos últimos dois meses precisou ser hospitalizado algumas vezes, para ser hidratado. A suspensão da difenilhidantoina com manutenção exclusiva de fenobarbital (do qual também já vinha fazendo uso, determinou regressão rápida dos sintomas citados. Tal fato permitiu concluir que a labirintite foi provocada pelo uso da difenilhidantoina e deve ser incluida na extensa relação de efeitos colaterais provocados por essa droga.

  5. Rede e apoio social familiar no seguimento do recém-nascido pré-termo e baixo peso ao nascer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Falleiros de Mello

    2010-03-01

    Full Text Available Um dos aspectos ligados à sobrevida do recém-nascido (RN pré-termo (PT e de baixo peso ao nascer (BPN é relativo ao período após a alta hospitalar. Este estudo tem por objetivo identificar a rede social e o apoio social de famílias com filho PT e BPN egresso da UTI neonatal, a partir da utilização dos instrumentos genograma e ecomapa com estas famílias no município de Cascavel-Paraná. É um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, sendo que a partir dos relatos de seis famílias com filhos egressos de UTIN, acompanhadas por meio de visitas domiciliares nos três primeiros meses após a alta hospitalar, obtiveram-se dados que foram agrupados ao redor de três temas: A rede social como integrante do seguimento do PT e BPN no contexto da família; O apoio social nas experiências das famílias com bebê PT e BPN; A vulnerabilidade e o contexto da rede e do apoio social. Emergiu no estudo, um conjunto de atores e cenários que fazem parte da rede ligada às famílias no seu cotidiano. A atuação da enfermagem ganha mais sentido com o conhecimento dessa rede, que proporciona uma integração entre saberes práticos e saberes técnicos.

  6. Abordagens ao aprendizado político

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Krischke, Paulo J.

    2002-01-01

    Full Text Available Há um reconhecimento crescente entre os cientistas políticos de que uma fonte principal para a conquista e o aperfeiçoamento da democracia é o aprendizado político por parte dos atores sociais e políticos. Contudo, a bibliografia especializada não considera satisfatoriamente como o aprendizado político reorienta os comportamentos e atitudes em apoio à democracia política e seu aperfeiçoamento. A presente proposta acata esse desafio, numa revisão teórica inicial das abordagens existentes ao aprendizado político no contexto da globalização. Num primeiro momento, considera as limitações da abordagem ao estudo das elites nos processos de democratização. Em segundo lugar salienta as dificuldades da teoria da modernização para enfrentar o tema, nos estudos sobre os públicos massivos. Mais adiante sugere as contribuições que uma abordagem inspirada nos trabalhos de Jürgen Habermas pode proporcionar ao estudo do aprendizado político. E conclui indicando certas interfaces temáticas a serem examinadas na bibliografia no contexto da globalização. À luz de resultados de uma pesquisa atualmente em sua fase final

  7. Vulnerabilidade socioambiental, redução de riscos de desastres e construção da resiliência: lições do terremoto no Haiti e das chuvas fortes na Região Serrana, Brasil Socio-environmental vulnerability, disaster risk-reduction and resilience-building: lessons from the earthquake in Haiti and torrential rains in the mountain range close to Rio de Janeiro in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Machado de Freitas

    2012-06-01

    Full Text Available Dados sobre desastres no mundo apontam para uma maior gravidade nos países com menores níveis de desenvolvimento econômico e social. Neste contexto, políticas de redução de riscos de desastres e construção da resiliência constituem prioridades na agenda do desenvolvimento sustentável, estando entre os temas eleitos para a Rio+20. O objetivo deste artigo é, através de uma contribuição de natureza conceitual e dos exemplos de desastres em países com níveis de desenvolvimento diferentes, o terremoto do Haiti e as chuvas fortes na Região Serrana (Rio de Janeiro, Brasil, demonstrar como a vulnerabilidade socioambiental cria condições para os desastres, ao mesmo tempo em que limita as estratégias para prevenção e mitigação. Ao final são apontados alguns dos desafios que a redução de riscos de desastres e a construção da resiliência exigem em contextos de vulnerabilidade socioambiental, o que inclui mudanças nos padrões de desenvolvimento social, econômico e ambiental orientados para a sustentabilidade ecológica e a justiça social como pilares do desenvolvimento sustentável.Data on disasters around the world reveal greater seriousness in countries with lower social and economic development levels. In this context, disaster risk-reduction and resilience-building policies are priorities in the sustainable development agenda, featuring among the topics selected for the Rio+20 Summit. By means of a contribution of a conceptual nature and from examples of disasters in countries with different development levels, namely the Haiti earthquake and the torrential rains in the mountain range close to Rio de Janeiro in Brazil, the scope of this article is to demonstrate how socio-environmental vulnerability creates conditions for disasters, while at the same time limiting strategies for their prevention and mitigation. Lastly, some of the measures that disaster risk reduction and resilience-building demand in a socio

  8. Una aproximación a los conceptos de riesgo macroeconómico y de vulnerabilidad macroeconómica desde el enfoque de la "sociedad del riesgo global"

    OpenAIRE

    Massot, Juan Miguel

    2014-01-01

    Se propone una aproximación a los conceptos de riesgo y vulnerabilidad macroeconómica desde la perspectiva de la llamada "sociedad del riesgo mundial" y el vínculo entre el riesgo y la incertidumbre macroeconómica en ese contexto. Fil: Massot, Juan Miguel. Universidad del Salvador. Buenos Aires. Argentina

  9. HIV and Immunizations

    Science.gov (United States)

    HIV Treatment HIV and Immunizations (Last updated 2/24/2017; last reviewed 2/24/2017) Key Points Vaccines protect people from ... a disease outbreak. Is there a vaccine against HIV? Testing is underway on experimental vaccines to prevent ...

  10. Children and HIV

    Science.gov (United States)

    ... Subscribe Translate Text Size Print Children Children and HIV Most HIV-positive children under the age of ... Frequently Asked Questions How long do children with HIV typically live? Because effective treatments are relatively new ...

  11. HIV/AIDS Coinfection

    Science.gov (United States)

    ... Laotian Mongolian Spanish Turkish Vietnamese Hindi Subscribe HIV/AIDS Coinfection Approximately 10% of the HIV-infected population ... Control and Prevention website to learn about HIV/AIDS and Viral Hepatitis guidelines and resources. Home About ...

  12. HIV and Hepatitis B

    Science.gov (United States)

    ... to-Child Transmission of HIV Post-Exposure Prophylaxis (PEP) Pre-Exposure Prophylaxis (PrEP) HIV Treatment HIV Treatment: ... sexual contact. According to the Centers for Disease Control and Prevention (CDC) , approximately 10% of people with ...

  13. Planificación familiar en mujeres en condiciones de vulnerabilidad social Family planning for women in vulnerable social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Franco Hincapié

    2011-12-01

    Full Text Available Introducción: La planificación familiar es un componente esencial en el cuidado de la salud primaria y reproductiva desatendida en poblaciones socialmente vulnerables. Objetivo: Evaluar los conocimientos básicos sobre planificación familiar y su aplicación con mujeres en edad reproductiva que viven en condiciones de pobreza y vulnerabilidad en un barrio de la ciudad de Medellín, Colombia. Metodología: Estudio descriptivo de corte transversal, en donde se aplicó una entrevista personal semi-estructurada a 100 mujeres elegidas por muestreo abierto. Resultados: Las mujeres encuestadas tenían conocimientos básicos sobre la existencia de diferentes métodos de planificación familiar. El 93% de las mujeres no deseaba concebir más hijos, de estas el 38,7% no planificaba en el momento de la entrevista. El 42% tenía un nivel bajo de escolaridad; se halló relación entre este hecho y el número de hijos, donde el 31% de las madres tenía entre 3 y 7 hijos (pIntrodução: A planificação familiar é um componente essencial no cuidado da saúde primaria e reprodutiva desconsiderada em populações socialmente vulneráveis. Objetivo: Avaliar os conhecimentos básicos sobre o planejamento familiar e a sua aplicação em mulheres na idade reprodutiva que estejam em situação de pobreza e vulnerabilidade num bairro da cidade de Medellín, Colômbia; 2010. Métodos: Foi realizado um estudo descritivo de corte transversal, onde foi aplicada uma entrevista pessoal semi-estruturada em cem mulheres eleitas por amostragem aberta. Resultados: As mulheres entrevistadas tinham conhecimentos básicos sobre a existência de diferentes métodos de planejamento familiar. O 93% das mulheres não desejavam conceber mais filhos, destas o 38,7% não usava métodos de planejamento familiar no momento da entrevista. O 42% tinha baixo nível de escolaridade; encontrou-se relação entre este dado e o número de filhos, onde o 31% das mães tinham entre três e sete

  14. Perfil dos idosos com alterações cognitivas em diferentes contextos de vulnerabilidade social Perfil de los ancianos con cambios cognitivos en diferentes contextos de vulnerabilidad social Profile of elderly people with cognitive alterations in different contexts of social vulnerability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariene Angelini Dos Santos

    2010-09-01

    Full Text Available Estudo de natureza quantitativa, descritiva, transversal. Teve como objetivo caracterizar idosos com alterações cognitivas, usuários de Unidades de Saúde da Família (USF, que residem em diferentes contextos de vulnerabilidade social. A população estudada foi composta por pessoas com idade a partir de 60 anos, cadastrados em USFs do município de São Carlos. A coleta de dados consistiu em entrevista estruturada, utilizando-se de Genograma e Critério Brasil. Os resultados mostram que idosos que vivem em contexto de muito baixa, baixa ou média vulnerabilidade, são em sua maioria do sexo feminino, viúvos, com 80 anos de idade e mais, inseridos na classe social B. Os que vivem em contexto de alta e muito alta vulnerabilidade são predominantemente do sexo feminino, casados, com idade de até 80 anos, inseridos na classe social C. Assim, em países como o Brasil, torna-se necessária a reavaliação das estratégias de cuidado que atendam essa faixa etária emergente.Estudio cuantitativo, descriptivo, transversal. Destinado a caracterizar los ancianos con cambios cognitivos, usuarios de las Unidades de Salud de la Familia (USF, que se encuentran en diferentes contextos de vulnerabilidad social. La población del estudio fue la gente mayor de 60 años de USFs registrado del municipio de São Carlos. Consistió en la recopilación de datos estructurada, utilizando el criterio Brasil y genograma. Los resultados muestran que las personas mayores que viven en el contexto de muy baja, baja o mediana vulnerabilidad, son en su mayoría mujeres, viudas, con 80 o más años de edad, clase social inserida en la clase B. Los que viven en el contexto de alta y muy alta vulnerabilidad son predominantemente de sexo femenino, casados, de 80 años, incluidos en la clase social C. Así, en países como Brasil, es necesario revisar las estrategias de atención que respondan a la nueva edad.Study of nature quantitative, descriptive and traverse. It had as

  15. O acompanhamento ao piano para coro infantil

    OpenAIRE

    Ester Rodrigues Fernandes Leal

    2005-01-01

    Resumo: Este trabalho trata-se de um estudo detalhado sobre as possibilidades do acompanhamento ao piano específico para coro infantil. Através de uma entrevista realizada com regentes de coros infantis, alguns aspectos da arte de acompanhar foram destacados, os quais juntamente com a bibliografia encontrada a respeito, forneceram material para esta pesquisa. Em sua primeira parte, uma breve trajetória do canto no Brasil chegando até os dias de hoje, é discorrida. Na segunda parte, o tema cen...

  16. Esta é minha carta ao mundo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Mourão

    2009-01-01

    Full Text Available A partir da primeira carta de Emily Dickinson (1830-1886 a Thomas Higginson, que então seria seu “preceptor” e interlocutor para sempre, este texto propõe uma leitura da obra da escritora norte-americana a partir do biografema da carta e da ideia de sua obra como “carta ao mundo” – conforme um de seus mais famosos poemas –, com todas as implicações trazidas pelo termo, e à luz das teorias de Roland Barthes, Maurice Blanchot e Silvina Rodrigues Lopes, entre outros.

  17. AO corrected satellite imaging from Mount Stromlo

    Science.gov (United States)

    Bennet, F.; Rigaut, F.; Price, I.; Herrald, N.; Ritchie, I.; Smith, C.

    2016-07-01

    The Research School of Astronomy and Astrophysics have been developing adaptive optics systems for space situational awareness. As part of this program we have developed satellite imaging using compact adaptive optics systems for small (1-2 m) telescopes such as those operated by Electro Optic Systems (EOS) from the Mount Stromlo Observatory. We have focused on making compact, simple, and high performance AO systems using modern high stroke high speed deformable mirrors and EMCCD cameras. We are able to track satellites down to magnitude 10 with a Strehl in excess of 20% in median seeing.

  18. Vulnerabilidad de la producción del café (Coffea arabica L. al cambio climático global

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María del Rayo Rivera Silva

    2013-10-01

    Full Text Available La variabilidad del clima es el principal factor responsable de las oscilaciones anuales de la producción de café. Por ello, el presente estudio tuvo como objetivo evaluar la vulnerabilidad de la producción del cultivo de café (Coffea arabica L. en la zona centro del estado de Veracruz, como una de las zonas productoras más importantes, atribuible a los escenarios climáticos existentes a mediados del siglo XXI, utilizando un modelo de desarrollo del cultivo en función de las características biológicas del café y las condiciones climáticas. Este tipo de modelo se aplica actualmente en varios países del mundo (pero no en México y tiene preferencia en comparación con los modelos de regresión o modelos empíricos utilizados ampliamente en años pasados, debido a que considera detalladamente las particularidades fisiológicas del cultivo. El cálculo de los rendimientos de café con el modelo para las condiciones climáticas a inicios del siglo XXI y su comparación con los datos reportados por la SAGARPA señalan que los rendimientos calculados son confiables ya que el coeficiente de correlación entre los rendimientos calculados y observados fue igual a 0.81. La estimación de la vulnerabilidad del cultivo de café al cambio climático señala que a mediados del siglo XXI existe el riesgo de la pérdida media de la producción de café (Coffea arabica L. de 7 a 10% debido principalmente a la disminución de la precipitación. El factor del cambio de la temperatura del aire tiene menor importancia. Tal conclusión contradice a los resultados de los trabajos anteriores, basados en modelos de regresión o modelos empíricos de acuerdo con los cuales la vulnerabilidad de café al cambio climático está relacionada principalmente al cambio de temperatura y en menor grado con los cambios de la precipitación.

  19. Avaliação da vulnerabilidade ambiental de reservatórios à eutrofização Evaluation of reservoirs environmental vulnerability to eutrophication

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cléa Brito de Figueirêdo

    2007-12-01

    Full Text Available Esse trabalho apresenta uma ferramenta de análise da vulnerabilidade de reservatórios à eutrofização, visando subsidiar ações de controle e remediação desse processo. Foram analisadas três subbacias de açudes - Araras, Edson Queiroz e Jaibaras, da bacia do Acaraú, CE, Brasil. A análise multiatributo usada na definição de indicadores ambientais de vulnerabilidade dos açudes à eutrofização, considerou sua sensibilidade e fatores de pressão nas suas sub-bacias que acarretam o transporte de sedimentos e nutrientes para os reservatórios. Foi utilizado um Sistema de Informações Geográficas (SIG com a ferramenta álgebra de mapas para manipular dados de uso e ocupação do solo, declividade do terreno e erodibilidade do solo. Foi identificada alta vulnerabilidade à eutrofização nos três açudes pelas susceptibilidades à erosão, alta carga poluidora principalmente pela pecuária extensiva na região e baixa profundidade relativa dos reservatórios.This work presents a tool to analyze the vulnerability of reservoirs to eutrophication, aiming to subsidize control and remediation actions related with this process. It was analyzed the water basins of Araras, Edson Queiroz and Jaibaras reservoirs, located in the Acaraú watershed, Ceará, Brazil. The multi-criteria analyses methodology used, in order to define environmental vulnerability indicators to reservoir eutrophication, considered reservoir sensibility and pressure factors in the water basin responsible for the transport of sediments and nutrients to the reservoir. A Geographic Information System (GIS with map algebra as major tool was applied to soil use and occupation, declivity and erosion indicators. It was identified high vulnerability to eutrophication in the three mentioned reservoirs because of the waterbasins susceptibility to erosion, high phosphorous load mainly from the extensive cattle raising and low relative depth of the reservoirs.

  20. Mulheres e o hiv/aids: Intersecções Entre Gênero, Feminismo, Psicologia e Saúde Pública/ Mujeres y el VIH/Sida: Intersecciones Entre Género, Feminismo, Psicología y Salud Pública/ Women and HIV/AIDS: Intersections Between Gender, Feminism, Psychology and Public Health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BRUNA KRIMBERG VON MUHLEN

    2015-02-01

    Full Text Available Neste ensaio contextualizamos o panorama em que se encontram as mulheres e o HIV. Encadeamos nossas reflexões sobre o empoderamento das mulheres com a teoria de Krista Burlae e a psicologia feminista. Estabelecemos relações entre a hierarquia de gênero e a manutenção da vulnerabilidade feminina presentes nas configurações conjugais heterossexuais e seus efeitos na saúde sexual das mulheres. Enfatizamos o empoderamento das mulheres como um fator de prevenção a ser considerado. Propomos partir dos dados estatísticos relativos à epidemia do HIV/AIDS para centrar atenção na saúde global das mulheres e articular vida privada e saúde pública. Diante das reflexões realizadas entendemos ser necessário transformar o trinômio mulheres/saúde sexual /saúde pública.

  1. Nefrocalcinose associada ao uso de esteroide anabolizante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Weverton Machado Luchi

    2015-03-01

    Full Text Available Os esteroides anabolizantes têm sido usados como arma terapêutica em diversas condições clínicas. Entretanto, o uso abusivo e indiscriminado, associado a outros suplementos nutricionais, tem gerado efeitos adversos graves. Relato do caso: Sexo masculino, 21 anos, admitido com náuseas, astenia, hiporexia, cefaleia e hipertensão arterial. Exames no sangue evidenciaram Cr: 3,9 mg/dl U:100 mg/dl e Cálcio total 14 mg/dl. Ultrassonografia e biópsia renal compatíveis com nefrocalcinose. Houve melhora gradativa da função renal e da calcemia após hidratação vigorosa e furosemida. Entretanto, após 1 ano, persistiram depósitos renais de cálcio e relação córticomedular reduzida ao ultrassom e creatinina estável em 1,4 mg/dl. Casos anteriores evidenciaram necrose tubular aguda e nefrite intersticial com poucos depósitos de cálcio no interstício renal. Nesse caso, encontramos nefrocalcinose acentuada associada à nefroesclerose. O objetivo deste estudo é relatar a ocorrência de injúria renal aguda com nefrocalcinose associada ao uso de esteroide anabolizante e oferecer uma revisão do assunto.

  2. Results of AO simulations for ELTs

    Science.gov (United States)

    Conan, Rodolphe; Le Louarn, Miska; Braud, J.; Fedrigo, Enrico; Hubin, Norbert N.

    2003-01-01

    The design and elaboration of Extremely Large Telescopes (ELT) with primary mirror from 20m to 100m face with many challenges: mechanical, optical, computational, etc. To benefit completely of the full potentiality of such facilities, an Adaptive Optics System (AOS) have also to be designed for these telescopes. For whole field--of--view compensation and full sky coverage, the new but promising Multi--Conjugated Adaptive Optics (MCAO) technique has to be envisaged. The first step towards the design of an MCAO system is the numerical simulation. This is the first challenge we have to face. The scale of AO simulations being imposed by the ratio (D/r0), the simulation requirements of a MCAOS for an ELT, in terms of computing power and memory available to store the data, reach and sometimes overcome the capacity of actual computers. In ESO, we have evaluated different hardware and software strategies to achieve MCAO simulations goals. Two codes have been developed to simulate MCAOS using an analytical and an end-to-end model. The goals and advantages/limitations of both approaches is shown. The hardware requirements for both methods is also given through the size of their largest matrices. And finally, results of hardware and software tests for MCAO simulations with PC--cluster and paralleled code are presented.

  3. Susceptibility testing of Candida albicans isolated from oropharyngeal mucosa of HIV+ patients to fluconazole, amphotericin B and Caspofungin: killing kinetics of caspofungin and amphotericin B against fluconazole resistant and susceptible isolates Teste de suscetibilidade de Candida albicans isoladas da mucosa orofaringeana de pacientes HIV+, ao fluconazol, anfotericcina B e caspofungina: cinética de morte de caspofungina e anfotericina B contra isolados fluconazol resistentes e suscetíveis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janine de Aquino Lemos

    2009-03-01

    morte obtidos com caspofungina e anfotericina B de isolados suscetíveis e resistentes ao fluconazol. Os resultados de CIM mostraram que todos os isolados de Candida albicans foram altamente suscetíveis à anfotericina B, entretanto dois isolados foram fluconazol resistentes. A análise comparativa de CIM e da CFM mostrou que o CFM de fluconazol foi quatro vezes superior à CIM para 41,9% dos isolados de Candida albicans. Valores iguais de CFM e CIM de anfotericina B e caspofungina foram encontrados para 71% dos isolados. Correlação entre a curva do tempo de morte e a CFM de anfotericina B e caspofungina contra quatro isolados testados foi observada. O efeito de morte de caspofungina foi mais evidente na CFM até 6 horas de incubação do que na CIM nesse mesmo tempo, sugerindo a dependência da concentração. A similaridade dos resultados da curva do tempo de morte e os valores de CFM indicam que a determinação da CFM é uma escolha alternativa na detecção da atividade fungicida destes agentes antifúngicos.

  4. La vulnerabilidad laboral, la formalización e informalización en el mercado laboral urbano de México, 1991 y 1992

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Enrique Horbath

    1999-01-01

    Full Text Available La vulnerabilidad laboral es una manifestación de la precariedad de las condiciones del empleo a las que se enfrentan los trabajadores en el mercado de trabajo urbano de México. La inestabilidad de los empleos, la fluctuación de los ingresos, el impacto negativo de la inflación, la contratación a término fijo, la temporalidad del empleo y otros factores asociados a la alta movilidad laboral de los trabajadores permiten no sólo entender realmente de qué se trata lo que se denomina “flexibilidad del mercado laboral”, sino también deja ver sus efectos tanto en la economía como en la fuerza de trabajo mexicanas.

  5. Migración internacional indígena y vulnerabilidad ante el VIH-sida. Los chamulas entre barras y estrellas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juan Carlos García Sosa

    2007-05-01

    Full Text Available Este artículo presenta testimonios de la experiencia de indígenas chamulas en relación con el proceso migratorio hacia los Estados Unidos. El propósito es identificar las condiciones y las prácticas que colocan a los migrantes y a sus familias ante el peligro de contraer infecciones de transmisión sexual, particularmente el VIH-SIDA. El marco de referencia propuesto se basa en los conceptos de vulnerabilidad y prácticas de riesgo, los cuales sirven para ordenar la relexión acerca del impacto de la migración sobre la salud sexual de los chamulas.

  6. Riesgos y vulnerabilidad del piedemente puentealtino: tres hipótesis de trabajo. / Risk and vulnerability of the piedmont in Puente Alto - Santiago de Chile: three hypotheses.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oteíza Diamante, Emiliano A.

    2000-03-01

    Full Text Available El presente artículo tiene por objetivo plantear tres hipótesis en torno a las características del riesgo y la vulnerabilidad existente en el Piedemonte Puentealtino, acción que constituiría un marco general inicial para entrar a una discusión de zonificación y densificación de esta área al interior de la comuna, además de ser una base del proceso de Reformulación del Plan Regulador que su Municipio está llevando a cabo./ This article aims to propose three hypotheses about the characteristics of risk and vulnerability in the foothills of Puente Alto. Noted an initial framework for a discussion of zoning and densification of the area, as well as provide the basis for the reformulation of the Communal Regulating Plan.

  7. El rururbano: un espacio de vulnerabilidad y riesgo. Estudio cualitativo en la ciudad de Bahía Blanca, provincia de Buenos Aires, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia A. Sereno

    2012-01-01

    Full Text Available El trabajo caracteriza el rururbano -límite externo del periurbano- de la ciudad de Bahía Blanca, provincia de Buenos Aires (Argentina, como un espacio expuesto al crecimiento urbano y como un ámbito de fragilidad y vulnerabilidad para quienes habitan estas zonas. Para ello se puntualiza en el riesgo que corren los residentes del borde frente a la amenaza de modificar sus modos de vida y de perder sus propiedades ante el avance urbano. Los resultados permiten precisar las fortalezas y debilidades de los propietarios rurales y sus modalidades de acción de acuerdo con la exposición a esta expansión y con su arraigo al lugar. La técnica de recopilación es la entrevista semiestructurada a residentes del rururbano.

  8. El rururbano: un espacio de vulnerabilidad y riesgo. Estudio cualitativo en la ciudad de Bahía Blanca, provincia de Buenos Aires, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santarelli Serer Silvia Alicia

    2012-12-01

    Full Text Available El trabajo caracteriza el rururbano —límite externo del periurbano— de la ciudad de Bahía Blanca, provincia de Buenos Aires (Argentina, como un espacio expuesto al crecimiento urbano y como un ámbito de fragilidad y vulnerabilidad para quienes habitan estas zonas. Para ello se puntualiza en el riesgo que corren los residentes del borde frente a la amenaza de modificar sus modos de vida y de perder sus propiedades ante el avance urbano. Los resultados permiten precisar las fortalezas y debilidades de los propietarios rurales y sus modalidades de acción de acuerdo con la exposición a esta expansión y con su arraigo al lugar. La técnica de recopilación es la entrevista semiestructurada a residentes del rururbano.

  9. Vulnerabilidad cognitiva a la depresión: relación entre sesgos atencionales, auto-representación y síntomas depresivos

    OpenAIRE

    2012-01-01

    La depresión es el trastorno que mayor carga aislada genera en términos de años de vida ajustados por discapacidad entre las personas de edad media. La investigación en el ámbito de la psicología cognitiva experimental ha contribuido a profundizar en los mecanismos de vulnerabilidad psicológica a la depresión, si bien continúa existiendo polémica en la consideración de los procesos cognitivos afectados y su rol como factor etiológico. Por ello, la presente investigación se planteó como obj...

  10. Validación de instrumento para identificar el nivel de vulnerabilidad de los trabajadores de la salud a la tuberculosis en instituciones de salud (IVTS TB-001

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Óscar Andrés Cruz Martínez

    2015-12-01

    Full Text Available La Salud y Seguridad en el trabajo son una prioridad en los trabajadores que cuidan la salud, dada su permanente exposición a factores de riesgo en el proceso de trabajo que desarrollan. De forma particular, la exposición a la tuberculosis en los trabajadores sanitarios, se considera una problemática frecuente y relevante en su estudio, lo cual precisa la necesidad de desarrollar procesos metodológicos y de validación de instrumentos sólidos, que contribuyan a la identificación e intervención de los factores de vulnerabilidad de los trabajadores del sector salud a la tuberculosis. Objetivo: Diseñar y validar un instrumento que permita identificar el nivel de vulnerabilidad de los Trabajadores de la Salud a la Tuberculosis en Instituciones de Salud. Materiales y Métodos: Estudio de tipo metodológico, correspondiente al diseño y validación de un instrumento en sus fases de validación aparente y validación de contenido, que permita identificar el nivel de vulnerabilidad de los Trabajadores de la Salud a la Tuberculosis en Instituciones de Salud Resultados: Se efectuó el diseño del instrumento, en sus 4 dimensiones, 19 subdimensiones y 50 ítems, con su posterior validación aparente en la población objeto, mediante la valoración de la comprensibilidad, en una muestra aleatoria de N° = (502 trabajadores de la salud de dos instituciones en las cuales se brinda atención a pacientes con diagnóstico de tuberculosis. La valoración de la Comprensibilidad del instrumento en los trabajadores, fue del (97,8%. De igual manera, se realizó juicio de expertos y se obtuvo un índice mayor de > 0.58 en la comprensión de los ítems con N= (0.90, una precisión del N = (0.90, y una claridad del N = (0.92. En la validación de contenido se obtuvo una razón de validez de Lawshe modificado por Tristán del N = (0,91, demostrando características de validez aparente y de contenido. Conclusión: El diseño y validación del instrumento (IVTS TB

  11. METODOLOGÍA PARA EL ANÁLISIS DE VULNERABILIDAD ANTE AMENAZAS DE INUNDACIÓN, REMOCIÓN EN MASA Y FLUJOS TORRENCIALES EN CUENCAS HIDROGRÁFICAS/METHODOLOGY FOR ANALYSIS OF VULNERABILITY FOR FLOOD HAZARDS, MASS MOVEMENTS AND WATERSHED TORRENT FLOW

    National Research Council Canada - National Science Library

    Jorge Mario Vera Rodríguez; Adriana Paola Albarracín Calderón

    2017-01-01

    ... en el análisis de amenazas, dando menor importancia a los componentes de la vulnerabilidad. ABSTRACT Risk management is a fundamental component for the planning of watersheds and in general for the integral management of the territory...

  12. HIV Structural Database

    Science.gov (United States)

    SRD 102 HIV Structural Database (Web, free access)   The HIV Protease Structural Database is an archive of experimentally determined 3-D structures of Human Immunodeficiency Virus 1 (HIV-1), Human Immunodeficiency Virus 2 (HIV-2) and Simian Immunodeficiency Virus (SIV) Proteases and their complexes with inhibitors or products of substrate cleavage.

  13. Condiciones de vulnerabilidad social y acción colectiva de la población desplazada ubicada en Bogotá

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Patricia Romero Barreiro

    2009-05-01

    Full Text Available En este artículo se desarrollan algunos de los principales argumentos que soportan la relación entre la dinámica del fenómeno social del desplazamiento forzado —sobre todo las condiciones de vulnerabilidad que la población víctima de este flagelo enfrenta— y la construcción de acciones colectivas, considerando la resignificación que de este hecho realizan las familias en situación de desplazamiento que llegan a Bogotá en busca de mejores condiciones de vida. Particularmente se hace referencia a la activación de los dispositivos de movilización social que dinamizan la acción colectiva, específicamente en la construcción de formas asociativas como las Asociaciones de Población en Situación de Desplazamiento (APD.Tanto el desplazamiento forzado como la acción colectiva de las APD tienen un referente simbólico, emotivo, valorativo y tradicional que hace más compleja su comprensión, desde el reconocimiento de una perspectiva cultural. De allí la pertinencia de indagar sobre los aspectos culturales de la acción —referentes simbólicos y de significado de las APD— en relación con los aspectos políticos, para comprender el entramado social del desplazamiento forzado respecto a la construcción de procesos colectivos que pretenden la transformación de las condiciones de vulnerabilidad y el reconocimiento de la población en situación de desplazamiento como sujetos de derechos.

  14. Vulnerabilidad al incremento del nivel del mar: estrategias de adaptación en el área Cabo Codera-Laguna de Tacarigua, estado Miranda, Venezuela

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María de Lourdes Olivo-Garrido

    2012-01-01

    Full Text Available Las investigaciones científicas están corroborando que estamos enfrentándonos a impactos sociales, ambientales y económicos, debido al incremento de temperatura del aire originado por el cambio climático antropogénico. El objetivo de este estudio es evaluar la vulnerabilidad socio-ambiental al incremento potencial del nivel del mar, enfatizando los impactos físicos, específi camente la pérdida de superfi cie terrestre que puede ocurrir en la zona comprendida desde cabo Codera hasta el extremo más oriental de la laguna de Tacarigua, estado Miranda. Se aplicó la Metodología común: siete pasos para evaluar la vulnerabilidad (IPCC, 1992. Se presentan los resultados obtenidos en el quinto paso metodológico, referido a la “formulación de estrategias de respuestas y evaluación de costos”. Se evaluaron los costos preliminares de algunas respuestas de adaptación al incremento del nivel del mar en 0,5 m. con la fi nalidad de explorar las posibles acciones a seguir para enfrentar la erosión y la inundación potencial: levantamiento de la infraestructura costera existente (12.839,80x106Bs. y mantenimiento de playas (53,2x10 6Bs.. Se concluye que los costos de protección estimados para las opciones evaluadas son muy significativos, de manera que la estrategia más viable es proceder a implantar un efectivo Manejo Integrado de Áreas Costeras.

  15. SISTEMA DE INFORMACIÓN GEOGRÁFICA Y TELEDETECCIÓN. DETERMINACIÓN DE VULNERABILIDAD URBANA. CASO ESTADO VARGAS-VENEZUELA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Batista

    2009-01-01

    Full Text Available En una zona de alto crecimiento poblacional como el estado Vargas, levantar información con el propósito de elaborar escenarios de riesgo ambiental, se hace aplicar al geotecnologías que garanticen la validez y ubicación de los datos recuperados en campo. En este contexto, se desarrolló un estudio en las cuencas La Zorra, Tacagua y Mamo, las más densamente pobladas en el litoral central. Se construyó un sistema de información geográfica para gestionar datos del área de estudio a objeto de producir análisis espaciales que lleven a la generación de un mapa de vulnerabilidad urbana. Para ello se realizó una detección de cambios con imágenes Landsat de distintos años a fin de identificar áreas con cambios significativos. Posteriormente, la cartograf