WorldWideScience

Sample records for trabalho imaterial superqualificado

  1. Subsunção do trabalho imaterial ao capital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eleutério F. S. Prado

    Full Text Available O presente artigo examina a transformação do modo de produção capitalista que acompanha a expansão do trabalho imaterial como fonte de geração de riqueza efetiva. Essa avaliação é feita no interior da teoria do valor-trabalho e da crítica da economia política. Para tanto, interroga, primeiro, o verdadeiro impacto da informatização na natureza capitalista dos processos produtivos atualmente em andamento, principalmente nos países centrais. Compara, depois, as principais características da indústria taylorista com as características marcantes da indústria pós-taylorista. Ao final, conclui que uma transformação importante do sistema capitalista está em curso: a grande indústria, tal como foi caracterizada por Marx em O Capital, não predomina mais nos países do centro do sistema, pois o que aí prevalece agora é a pós-grande indústria.

  2. Valor-trabalho e trabalho imaterial nas ciências sociais contemporâneas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Amorim

    Full Text Available A teoria do valor foi até hoje lida com base em três recortes analíticos amplos. Um recorte anterior a Marx, o de Marx e dos marxistas e o dos neoclássicos. O anterior a Marx tem como elementos centrais a ideia de que o valor é uma categoria central das sociedades de economia mercantil ou de troca, que nas sociedades capitalistas ganharia sua expressão mais avançada no processo de criação da riqueza. Em Marx, o valor é considerado como a categoria econômica mercantil fundamental. No entanto, esse tipo de economia é apreciado como transitório, isto é, há uma determinação histórica da economia mercantil que se vincula diretamente à existência do valor. Já para os neoclássicos, o valor é uma categoria da atividade econômica em geral, sendo, portanto, a atividade econômica capitalista uma forma particular dessa atividade econômica geral. Sua preocupação central está, nesses termos, voltada para o equilíbrio geral apoiado na análise marginalista do valor. No entanto, o debate em torno do valor hoje parece ir além dessas classificações. Sua recuperação se sintetiza na seguinte pergunta: as teses sobre as novas tecnologias da informação e sobre o trabalho imaterial convergiriam para uma nova forma da teoria do valor-trabalho ou para a superação dessa teoria? O objetivo central deste artigo é caracterizar introdutoriamente as principais teses do debate na teoria social, que incorporam, atualizam ou negam a teoria do valor-trabalho no processo de análise do trabalho imaterial.

  3. Experimentação do tempo e estilo de vida em contexto de trabalho imaterial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmem Ligia Iochins Grisci

    Full Text Available Este artigo buscou responder, em contexto de trabalho imaterial, que estilo de vida decorre do uso do tempo permeado pelas tecnologias da informação e comunicação. O estudo qualitativo contou com a participação de 18 docentes horistas de instituições de ensino superior privadas. A coleta de dados se deu por meio de entrevista individual semiestruturada, com foco no uso das tecnologias da informação e comunicação e no exercício do trabalho imaterial, considerando o tempo de trabalho e de não trabalho. A análise de conteúdo partiu dos dados coletados. Os resultados, em consonância com a literatura ( em especial, Bauman (2008b, Deleuze (1998, Giddens (2002, Gorz (2005 e Lazzarato e Negri (2001 (apontaram que, em contexto de trabalho imaterial, o estilo de vida é instrumentalizado pelo modo de trabalhar e pelo uso das tecnologias de informação e comunicação. Ele se configura como uma imposição aos sujeitos que o toma na perspectiva de uma estratégia existencial consumista. Mesmo contratado por tempo fracionado em horas, o trabalho dos docentes horistas exige-lhes disponibilidade e mobilização total para o desempenho das atividades laborais, requerendo dedicação em tempo integral. Os estilos de trabalho produzem estilo de vida e sugerem que a vida está sendo convertida em trabalho nos dias de hoje, tanto pela intensificação do trabalho, como pelo prolongamento da jornada.

  4. Trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e economia da dádiva.

    OpenAIRE

    Lima, Clóvis Ricardo Montenegro de; Pizarro, Daniella; Faustino, Elisangela; Dittrich, Maireli

    2011-01-01

    Neste artigo discutem-se as relações entre trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e economia da dádiva na sociedade atual. O intelecto geral é relacionado com a inteligência coletiva das redes digitais. A produção colaborativa emerge como forma privilegiada do fazer artístico e cultural. Esta produção pode contribuir para promoção e preservação da diversidade cultural. A produção cultural colaborativa evidencia pluralismo econômico. A generalização do trabalho imate...

  5. Trabalho imaterial e subjetividade em atividades de auditoria e consultoria

    OpenAIRE

    Ana Beatriz Fernandes Bezerra de Meneses

    2008-01-01

    O presente trabalho tem por objetivo analisar os efeitos do trabalho na vida de consultores e auditores de empresas multinacionais prestadoras de serviços de consultoria e auditoria. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de caráter exploratóriodescritivo, que contou com a participação de 12 consultores/auditores que trabalham ou trabalharam em uma ou mais das quatro grandes empresas multinacionais de auditoria e consultoria independente, mais conhecidas como BIG FOUR (grandes quatro). A coleta...

  6. Trabalho imaterial, medo, solidão: "amigos de aluguel" na sociedade líquido-moderna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmem Ligia Iochins Grisci

    2012-03-01

    Full Text Available O presente artigo resultou de uma pesquisa exploratório-qualitativa que objetivou colocar em pauta os temas medo e solidão a partir da perspectiva da sociedade líquido-moderna. Para tanto tomou como objeto o inusitado trabalho imaterial denominado Amigos de Aluguel, que teve visibilidade na mídia eletrônica a partir de 2009. As referências de análise emergiram de sites alusivos ao trabalho ofertado que anuncia atender indivíduos que sintam o peso do medo e da solidão na vida cotidiana. Autores como Zygmunt Bauman, Richard Sennett e Vincent de Gaulejac, em especial, mostraram-se importante suporte para a compreensão dos resultados, por indicarem o trabalho imaterial denominado Amigos de Aluguel como um modo de produção de estilos de vida ou de modos de existência e como um indicador do medo e da solidão na sociedade líquido-moderna justamente por sua eficácia, mesmo que momentânea, em mascarar a vivência de ambos.

  7. As teorias do trabalho imaterial: uma reflexão crítica a partir de Marx

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Amorim

    Full Text Available A que conceitos de trabalho, valor e classe social as teses que consideram o trabalho imaterial a força produtiva central nas sociedades contemporâneas se referem? O objetivo deste artigo é o de responder a essa questão. Para tal, faremos uma breve incursão nas teses centrais da chamada "economia do conhecimento", para confrontar a interpretação que realizam dos conceitos de trabalho, valor e classe social a uma interpretação alternativa que, pensamos, procura desenvolver os preceitos mais gerais da teoria marxiana. Concluímos, ao final do texto, que há, nos teóricos da "economia do conhecimento", um reducionismo analítico, sobretudo quando restringem o trabalho ao trabalho físico executado na fábrica, o valor a uma expressão mensurável aritmeticamente da exploração do trabalho manual e a classe trabalhadora ou proletariado à classe operária.

  8. Trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e economia da dádiva | Immaterial labour, collaborative cultural production and the economy of the gift

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

    2009-09-01

    Full Text Available Resumo Neste artigo discutem-se as relações entre trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e  economia da dádiva na sociedade atual. O intelecto geral é relacionado com a inteligência coletiva das redes digitais. A produção colaborativa emerge como forma privilegiada do fazer artístico e cultural. Esta produção pode contribuir para promoção e preservação da diversidade cultural. A produção cultural colaborativa evidencia pluralismo econômico. A generalização do trabalho imaterial produz bens comuns. O comum cria a versão pós-industrial e de alta tecnologia da economia da dádiva Conclui-se que a cultura colaborativa tem grande potencial para promover diversidade cultural e economia da generosidade. Palavras-chave trabalho imaterial; produção colaborativa; cultura; economia da dádiva; produção cultural colaborativa. Abstract This article discusses the relationship between immaterial labor, collaborative cultural production and gift economy in society today. The general intellect is related to the collective intelligence of digital networks. The collaborative production emerges as the preferred way to artistic and cultural. This production may contribute to promotion and preservation of cultural diversity. The collaborative cultural production highlights pluralism economics. The spread of immaterial labor produces common assets. The common creates a post-industrial and high-tech version of the gift economy. It is concluded that the collaborative culture has great potential to promote cultural diversity and economy of generosity. Keywords immaterial labor; collaborative production; culture; gift economy; collaborative cultural production.

  9. Economia criativa e trabalho imaterial: a indústria da moda sob uma perspectiva informacional | Creative economy and immaterial labour: the fashion industry under an informational perspective

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vladimir Sibylla Pires

    2010-03-01

    Full Text Available Resumo Este artigo visa refletir sobre a construção de identidades de marca na economia criativa a partir das dinâmicas informacionais de seus atores. Propõe um modelo de análise baseado em uma nova metáfora organizacional e na opção por uma abordagem em diferentes níveis daquela dinâmica. Demonstra sua aplicabilidade a partir do exemplo de uma empresa atuante na indústria da moda. Palavras-chave: economia criativa; trabalho imaterial; indústria da moda; centrais de criatividade; dinâmicas informacionais. Abstract This article aims to reflect on the development of brand identities in the creative economy from the point of view of its actors’ informational dynamics. It proposes a model of analysis based on a new organizational metaphor and on a multi-level approach to that dynamic. It also demonstrates its applicability using the example of an active company in the fashion industry. Keywords: creative economy; immaterial labour; fashion industry; creativity centrals; informational dynamics.

  10. Trabalho imaterial e sofrimento psíquico: o pós-fordismo no jornalismo industrial Immaterial work and psychological suffering: post-fordism in industrial journalism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmem Lígia Iochis Grisci

    2007-08-01

    Full Text Available Este artigo reflete criticamente sobre implicações da recente fase do modo de produção capitalista nas rotinas de produção num jornal do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo de caso cuja coleta de dados se deu através de investigação bibliográfica, seis entrevistas semi-estruturadas com jornalistas e observação não-participante. Como exercício teórico, é abordada a passagem da etapa fordista do capital para o pós-fordismo, enfatizando o conceito de compressão do tempo. Posteriormente, são analisados o deadline do periódico e as mudanças na atividade jornalística. Aqui, é traçada uma inter-relação entre as atuais rotinas de produção do jornalismo industrial e a emergência do trabalho imaterial na etapa recente do capital. Finalmente, através de estudos da subjetividade no trabalho, são analisadas as reações dos próprios jornalistas às transformações na organização do trabalho dentro da redação.This article critically considers the implications of the recent phase of capitalist production modes in the production routines of a newspaper in Rio Grande do Sul. It is a case study in which data collection was based on bibliographic research, six semi-structured interviews with journalists and non-participative observation. As a theoretical exercise, the passage from fordist to post-fordist stages of capital will be dealt with, emphasizing the concept of time compression. The newspaper deadline and the changes in journalistic activity are analyzed. And, an inter-relationship is traced between the present production routines of industrial journalism and the emergence of immaterial work in the recent stages of capital. Through studies of subjectivity in work, the reactions of the journalists themselves to the transformations in the work organization within the editorial staff are analyzed.

  11. Trabalho imaterial, compartilhamento de informação e produção colaborativa na sociedade da informaçãoImmaterial labour, information sharing and collaborative production in information society

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clóvis Ricardo Montenegro de Lima

    2007-01-01

    Full Text Available Neste trabalho são revistos, organizados e discutidos conceitos e estratégias em torno das formas colaborativas de produção na sociedade da informação, particularmente aqueles relacionados com o trabalho imaterial e o compartilhamento de informação. O capitalismo no seu modo de desenvolvimento informacional produz mudanças nas relações entre as formas sociais de produção e as tecnologias de informação e comunicação. A produção capitalista atual centraliza os bens imateriais a informação em primeiro lugar. O compartilhamento de informação é parte de processo de produção e, ao mesmo tempo, o seu principal produto. O compartilhamento possibilita a construção de modos de organização inteligentes e solidários, e modos de produção “não-capitalistas”. O compartilhamento produz o comum, em comum. Cria-se uma densa esfera do comum, base para uma recriação incessante. Conclui-se que as formas colaborativas de produção são particularmente importantes para que se singularizem as subjetividades e se produzam modos autônomos de vida.In this work there are reviewed, organized and discussed concepts and strategies around the collaborative production forms in the information society, particularly those related with the immaterial labour and the information sharing. The capitalism in its way ofinformational development produces changes in the relationships between the social forms of production and the technologies of information and communication. The current capitalist production centralizes the immaterial goods - the information in firstplace. Information sharing is part of production process and, at the same time, its main product. Sharing makes possible the construction of intelligent and solidary organization manners, and "no-pitalists" production manners. Sharing produces the common, in common. It grows up a dense sphere of the common, base for an incessant re-creation. It is ended that collaborative production

  12. Três tratamentos marxianos selecionados sobre a nova relação capitalista de produção: trabalho imaterial, subsunção formal-intelectual e general intellect | Three Marxist treatments selected about a new capitalist relation of production: immaterial labour

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samуa Campana

    2009-09-01

    Full Text Available Resumo Apresentamos brevemente neste artigo três tratamentos marxianos selecionados que destacam a transição capitalismo-comunismo a partir da contradição do próprio capital e qualificam que a atual relação capitalista se expressa dominantemente sob uma forma intelectualizada. O objetivo é destacar a confluência, sob estes aspectos, entre esses tratamentos, apesar de serem distintos. Na primeira parte destacamos o tratamento de Michael Hardt e Antonio Negri. Na segunda, enfatizamos o tratamento de Eleutério F. S. Prado e Ruy Fausto. Na terceira, apresentamos o espaço transitório do modo de produção capitalista materializado no e pelo sistema de laboratório, expressando o general intellec”. Finalmente, tecemos a conclusão. Palavras-chave trabalho imaterial; subsunção do trabalho;general intellect; transição; relação capitalista Abstract It is briefly presented in this paper three Marxist treatments selected that highlighted the capitalism-communism transition from the contradiction of the capitalism itself and qualify that the capitalism relation expresses dominantly under an intellectualized way. The objective is to highlight the confluence, under these aspects, among the treatments, despite being distinct. On the first part, it is highlighted the treatment of Michael Hardt and Antonio Negri. On the second part, it is emphasized the treatment of Eleutério F. S. Prado and Ruy Fausto. On the third part, it is presented the transitory space of the capitalist production way materialized on and by the laboratory system, expressing the “general intellect”. Finally, it is commented the discussion.  Keywords immaterial work; work subordination; general intellect, transaction; capitalist relation.

  13. AS MUTAÇÕES DO MUNDO DO TRABALHO E A GEOGRAFIA: O CASO DO GEOMARKETING.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amir El Hakim de Paula

    2017-03-01

    Full Text Available O artigo procura discutir como as mudanças no mundo do trabalho repercutem  nas ciências humanas, em especial na Geografia. Para tal êxito desenvolvemos uma análise mais aprofundada sobre a emergência do trabalho imaterial e do Geomarketing. Ao realizarmos isso, procuramos demonstrar de que forma alguns atributos geográficos foram incorporados nesse novo mundo do trabalho, muito embora a ciência geográfica ainda mantivesse uma análise crítica a essas transformações. Entender esse processo possibilita-nos desvelar que, muito embora as ciências humanas estivessem quase que totalmente alijadas dessas inovações, a Geografia, principalmente em seu ramo técnico (Cartografia agregou a si novos conhecimentos e mesmo que discutivelmente, conseguiu um espaço nessa moderna configuração do trabalho.

  14. Trabalho Imaterial Bancário, Lazer e a Vivência de Dilemas Pessoais Contemporâneos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmem Ligia Iochins Grisci

    2011-09-01

    Full Text Available This article seeks to understand the interaction between immaterial work and leisure in the ways that workers from a private commercial bank live and work, and whether this interaction could be considered as personal contemporary quandaries. The study, which is of an exploratory nature, involved 15 individuals who were interviewed at their work stations. The content analysis gave birth to the theoretical framework on immaterial banking work, leisure and personal contemporary quandaries, being supported by authors such as Bauman (2007, Castells (2000, Dumazedier (2008, Dejours (2008 and Gaulejac (2007. The results show that immaterial banking work interferes with and even impedes leisure for bank workers and can result in personal quandaries, since their choices concerning duty and leisure do not result in satisfactory alternatives. If they opt for leisure, they preserve their family relationships but are scorned by their colleagues; if they choose work, they preserve their relationships with their colleagues but receive complaints from their families, for example.

  15. Museu, comunidade e património cultural imaterial: um estudo de caso - o Museu da Terra de Miranda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celina Bárbaro Pinto

    2013-04-01

    Full Text Available Neste artigo pretende-se abordar especificamente a relação que se pode estabelecer entre o museu e a comunidade através da valorização, tratamento, divulgação, registo e proteção do património cultural imaterial (PCI. Para tal, apresenta-se como estudo de caso duas exposições realizadas pelo Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro através das quais se pretende destacar conhecimentos e saberes-fazeres subjacentes aos objetos e às coleções, situando simultaneamente os mesmos no seu contexto funcional. Neste âmbito, pretende-se estabelecer uma relação mais estreita entre os aspetos material e imaterial dentro do contexto museológico, evidenciando a importância da presença do campo imaterial na interpretação e compreensão das coleções. Procurar-se-á, através dos exemplos abordados, criar um espaço de reflexão sobre a importância de uma prática museológica de cariz participativo, encabeçado por uma mudança de paradigma, preconizada pela UNESCO através da Convenção da salvaguarda do Património Cultural Imaterial e que se expressa na participação dos atores sociais/protagonistas no tratamento do PCI.

  16. O TRABALHO EM ANDRÉ GORZ: três reflexões, uma problemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Amorim

    Full Text Available Há aproximadamente dez anos André Gorz morreu, deixando ideias estimulantes sobre os limites e a necessidade de superação ou desconstrução da sociedade capitalista. Sempre atento às transformações sociais, Gorz chegou, em certos momentos, a sintetizar tudo que havia de mais profundo e crítico na teoria social. Entretanto, é possível observar, em sua obra, uma oscilação em relação ao lugar social que o trabalho ocupa. O lugar do trabalho parece mudar em função do desenvolvimento das forças produtivas. Assim, a análise do movimento social do trabalho na sociedade capitalista, realizada por Gorz, permanece prisioneira de uma determinação tecnológica e de um conceito de trabalho limitado ao universo produtivo das qualificações profissionais. Neste artigo, tenho como objetivo problematizar a concepção de trabalho exposta por Gorz em três de suas principais obras: Estratégia Operária e Neocapitalismo (1964, Adeus ao Proletariado (1980 e O Imaterial (2003, demonstrando como a teoria social e as alternativas políticas desenvolvidas por Gorz mudam vis-à-vis o lugar social ocupado pelo trabalho nessas obras.

  17. A respeito da materialidade do patrimônio imaterial: o caso do INRC Porongos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian Jobi Salaini

    2011-12-01

    Full Text Available O colecionamento e a conservação de "bens culturais" vêm ganhando em complexidade pela inclusão de temas oriundos de minorias étnicas e econômicas. Apesar do consenso relativo ao conceito de patrimônio cultural proposto pela Unesco, a definição do que deve ser preservado e celebrado como "bem cultural" pode ser objeto de lutas políticas, jurídicas, econômicas e sociais. Visando refletir sobre as consequências dessas lutas, este artigo aborda o processo de inventário de referências culturais em torno do Massacre de Porongos, evento da Revolução Farroupilha (1835-1845 que vem servindo de apoio à configuração de uma identidade negra e gaúcha no Rio Grande do Sul. Segundo os autores, apesar de se apresentar no registro de "patrimônio imaterial", o processo de inventário possibilitou a fabricação de um "corpo" (de textos e imagens e a delimitação de "lugares" (de memória a partir dos quais os referentes culturais ditos "imateriais" vêm se inscrever.The collection and conservation of "cultural objects" has been gaining in complexity with the inclusion of non-material associations regarding ethnic and economic minorities. Despite the consensus on the concept of cultural heritage proposed by Unesco, the definition of what should be preserved and celebrated as "cultural object" may be subject of political, legal, economic and social struggles. In order to reflect upon the consequences of these struggles, this article discusses the process of inventory of cultural references related to the Porongos Massacre, an event of the Farroupilha's Revolution (1835-1845. These cultural references are serving in the configuration of black people's and gauchos identities. According to the authors, althought relating to the "intangible heritage", the process of inventory has enabled the fabrication of a "body" (text and images and the definition of "places" (from memory from which the cultural references so-called "non-material" come

  18. O INVENTÁRIO E O REGISTRO DO PATRIMÔNIO IMATERIAL:NOVOS INSTRUMENTOS DE PRESERVAÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Freire

    2012-09-01

    Full Text Available O Registro de Bens de Natureza Imaterial, criado em agosto de 2000 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional –IPHAN –tornou possível o reconhecimento de bens culturais processuais e a definição de estratégias específicas de preservação e divulgação dos mesmos. Sua aplicação pressupõe a documentação dos bens culturais a serem registrados. Para procedê-la, o IPHAN desenvolveu uma metodologia específica, o Inventário Nacional de Referências Culturais/INRC. A aplicação do INRC e as primeiras experiências de Registro serão comentadas à luz da ampliação do conceito de patrimônio que hoje orienta a política nacional de preservação.PALAVRAS-CHAVE: Registro de Bens de Natureza Imaterial; patrimônio; atual política nacional de preservação; bens culturais; IPHAN.ABSTRACT:The Register of ImmaterialNature Possessions, createdin August 2000, by Institute of National Historical and Artistic Heritage (IPHAN, became possible the recognition of processcultural possessions as well as the definition of specific strategies for their preservation and publication. His application supposes the cultural possessions document that will be registered. To proceed with her, IPHAN developed a specific methodology denominated National Inventory of Cultural References (INRC. This application and first experiences will be analyzed based on an enlargement of heritage’s  concept which, nowadays, positions the national politics about preservation.KEY-WORKS: Register of Immaterial Nature Possessions; heritage; national politics about preservation;IPHAN; cultural possessions.

  19. Trabalho e valor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    YVES SCHWARTZ

    1996-12-01

    Full Text Available As mudanças atuais no "mundo do trabalho" presentes também para além do espaço fabril colocam interrogações. O valor mercantil do trabalho é o ponto de partida mas não o único para o entendimento de questões como "centralidade" ou não do trabalho, redução ou partilha do "trabalho" e incertezas para a vida dos sujeitos trazidas por estas mudanças. Afinal, o que é o trabalho? Em que se constitui o valor? É considerando o trabalho como uma realidade complexa que se poderá melhor compreender os "dramáticos uso de si" nas diversas situações sociais de trabalho que também são universos de valores, bem como apreender a existência de circulações e barreiras entre o trabalho mercantil e outras formas de atividades. Isto permitirá que o político seja tido como ação e não submissão visto não haver forma canônica que representaria a excelência, as virtudes mesmas "do trabalho".

  20. Samba de roda, patrimônio imaterial da humanidade Samba de roda, supernal heritage of humanity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Sandroni

    2010-01-01

    Full Text Available Em 2005, o samba de roda, forma musical-coreográfica da região do Recôncavo, na Bahia, foi incluída pela Unesco na sua III Declaração de Obras-Primas do Patrimônio Imaterial da Humanidade. Essa candidatura vitoriosa foi construída num processo complexo, que envolveu agentes de políticas públicas, antropólogos, etnomusicólogos e, especialmente, sambadores e sambadoras do Recôncavo. A candidatura envolveu a elaboração de um Plano de Ação, previsto para cinco anos, para a salvaguarda do samba de roda no Recôncavo. No presente texto, depois de tratar brevemente do processo que levou à premiação da Unesco, são abordadas sobretudo questões suscitadas pela implementação do Plano de Ação, que se estruturou em torno de quatro "eixos": organização dos sambadores do Recôncavo, transmissão, difusão e documentação do samba de roda.In 2005, the samba de roda, a music-dance form from the Recôncavo region in Bahia, Brazil, was included in Unesco's Third Proclamation of the Intangible Heritage of Humanity. This award was the issue of a 20 months-long journey in wich public policy makers, anthropologists, ethnomusicologists and, specially, samba practitionners from Recôncavo were brought together. This included the writing of a Plan of Action, scheduled for five years, to safeguard samba de roda. In this paper, after a brief introduction on the process leading to Unesco's award, I will adress questions raised by the implementing of the Plan, which was built around four main themes: the organization of the sambadores; the transmission, diffusion and documentation of samba de roda.

  1. Cooperativas de trabalho em software e serviços informáticos: subversão ao capitalismo cognitivo?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Agustín Zanotti

    2016-12-01

    Full Text Available A indústria do software e dos serviços informáticos na Argentina mantém um crescimento sustentado. Uma tendência recente é a conformação da Federação Argentina de Cooperativas de Trabalho em Tecnologia, Inovação e Conhecimento (FACTTIC, a qual promove um modelo baseado no desenvolvimento de tecnologias e software livres. O artigo observa trajetórias de empreendimentos da região centro, para analisar sua conformação cooperativa, modalidades de organização do trabalho, condições laborais e iniciativas inovadoras. O desenvolvimento destas experiências se localiza num contexto de capitalismo cognitivo, na sua dupla faceta de mercantilização de conhecimentos e exploração do trabalho imaterial. A pesquisa em curso toma como base entrevistas a atores chaves, análise de registros web e fontes secundárias.

  2. Turismo e Idosos: o patrimônio imaterial como fator de atração para o turismo cultural no espaço rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Morais Garcia Lima

    2011-01-01

    Full Text Available A pesquisa tem por objetivo investigar e analisar as formas pelas quais propriedades rurais históricas paulistas se preocupam em proporcionar atividades voltadas para idosos, trabalhando o turismo cultural com uma preocupação voltada à educação patrimonial não-formal e sob um enfoque qualitativo. O método biográfico ou da História Oral é utilizado tanto para a coleta de informações sobre o patrimônio imaterial, como para levantar as demandas do público idoso. Ela é sempre acompanhada da realização de um diário de campo em associação com registros fotográficos das atividades educacionais e turísticas observadas em duas fazendas selecionadas. Para melhor avaliar programas para o público idoso é necessário uma efetiva conexão entre os elementos encontrados em cada fazenda participante, visando à articulação de ações efetivas para o turismo cultural no espaço rural e às diretrizes da Gerontologia.

  3. Equipe de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriel Gerber Hornink

    2014-08-01

    Full Text Available   Equipe de Trabalho 2014 1. Equipe editorial Editor-Chefe Bayardo Bapstista Torres, Instituto de Química - USP, Brasil Eduardo Galembeck, Departamento de Bioquímica Instituto de Biologia UNICAMP, Brasil   Editores Gabriel Gerber Hornink, Depto. Bioquímica, Instituto de Ciências Biomédicas, Universidade - Federal de Alfenas - Unifal-MG, Brasil Vera Maria Treis Trindade, Instituto de Ciências Básicas da Saúde, Departamento de Bioquímica, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil   Corpo Editorial Adriana Cassina, Departamento de Bioquímica, Facultad de Medicina, Universidad de la República, Uruguai Angel Herráez, Departamento de Bioquímica y Biología molecular, Universidad de Alcalá de Henares, Madrid, Espanha André Amaral Gonçalves Bianco, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp, Brasil Denise Vaz de Macedo, Departamento de Bioquímica, Instituto de Biologia, Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, Brasil Eneida de Paula, Departamento de Bioquímica, Instituto de Biologia, Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, Brasil Guilherme Andrade Marson, Instituto de Química - USP, Brasil Jose Antonio Martinez Oyanedel, Universidad de Concepción, Chile Josep Maria Fernández Novell, Dept. Bioquímica i Biologia Molecular Universitat de Barcelona, Espanha Leila Maria Beltramini, Instituto de Física de São Carlos, Universidade Estadual de São Paulo - USP, Brasil Manuel João da Costa, Escola de Ciências da Saúde, Universidade do Minho, Portugal Maria Lucia Bianconi, Instituto de Bioquímica Médica Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, Brasil María Noel Alvarez, Departamento de Bioquímica, Facultad de Medicina, Universidad de la República, Uruguai Miguel Ángel Medina Torres, Department of Molecular Biology & Biochemistry Faculty of Sciences University of Málaga, Espanha Nelma Regina Segnini Bossolan, Instituto de Física de São Carlos, Universidade de São Paulo - USP, Brasil Paulo De Avila

  4. Patrimônio Imaterial Nacional: preservando memórias ou construindo histórias? Intangible Heritage National: preserving memories or building histories?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli Lopes da Costa

    2008-08-01

    Full Text Available Este texto tem como objetivo tecer algumas reflexões sobre a atribuição do título de Patrimônio Nacional Imaterial aos saberes, modos de fazer e viver de alguns grupos localizados em diferentes regiões do Brasil. O objeto de discussão são os bens imateriais já patrimonializados e considerados de relevância nacional para a construção da memória, da identidade e da formação da sociedade brasileira. Na tentativa de contribuir para a discussão, defendemos que a patrimonialização de bens imateriais não diz respeito somente ao registro e a preservação dos costumes, dos modos de fazer e saber de um grupo ou comunidade, mas significa uma intervenção em todo um conjunto de relações concreta e imediatamente vividas por esses grupos e comunidades. Enquanto saberes locais, costumes, modos de viver e fazer dos grupos, se enraízam e se reconstroem nos espaços a que pertencem, nas relações afetivas, nas experiências vivenciadas e nas memórias dos grupos que as mantém.This text aims to make some reflections on the award of the title of National Intangible Heritage of knowledge, ways of living and making to a few groups located in different regions of Brazil. The object of discussion are the intangible assets already patrimonializated and considered of national importance for the construction of memory, identity and the formation of Brazilian society. In an effort to contribute to the discussion that advocate patrimonialization of intangible assets not only relates to the registration and preservation of customs, ways of doing and knowing of a group or community, but it means an intervention in a whole set of relationships concrete and immediately lived by those groups and communities. As local knowledge, customs, ways of living and making of the groups, they anchor and are being rebuilt in the spaces to which they belong, in affective relations, in lived experiences and in the memories of the groups that keep them alive.

  5. Aonde vai o Trabalho Humano?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Rattner

    2010-07-01

    Full Text Available

    Foi este o título de um livro baseado em pesquisa na indústria francesa, do sociólogo Georges Friedmann, publicado no início da década dos cinqüenta do século passado. Logo depois, Friedmann publicou outra pesquisa em livro intitulado “O trabalho em migalhas” (Le travail em mièttes, no qual analisa criticamente o fracionamento das operações de trabalho e o começo da automação, ambos ilustrados no inesquecível filme de Charles Chaplin, “Tempos Modernos”.

  6. A GASTRONOMIA E SEU USO TURÍSTICO: A CONTRIBUIÇÃO DO PROJETO DE EXTENSÃO “TURISMO E GASTRONOMIA: UNINDO SABORES E SABERES” PARA A VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roslaine Kovalczuk de Oliveira Garcia

    2015-08-01

    Full Text Available O presente ensaio teórico trata do estudo sobre Turismo e Gastronomia na ótica da preservação e valorização do patrimônio cultural imaterial no âmbito do projeto de extensão Turismo e Gastronomia: unindo sabores e saberes para reflexões. No contexto institucional da Universidade Feevale/RS, as ações de extensão permitem aprofundar as relações de responsabilidade coletiva e de cooperação com a comunidade. O referido projeto tem como objetivo contribuir para a qualificação da gastronomia regional como atrativo turístico-cultural nos municípios de Campo Bom e de Novo Hamburgo, na região do Vale do Rio dos Sinos, identificar pratos regionais representativos das etnias formadoras dos referidos municípios e sensibilizar os empreendedores quanto à necessidade de maior valorização da gastronomia regional. O uso de elementos gastronômicos pelo turismo se faz mais presente em áreas rurais, características dessa região, o que pode proporcionar alternativas de geração de renda às comunidades e aos empreendimentos de agricultura familiar com o surgimento de negócios como a criação de serviços de alimentação, a formação de festas e de rotas gastronômicas. Quanto à metodologia, a pesquisa caracteriza-se pelo método exploratório, tendo como procedimentos técnicos a revisão bibliográfica e a pesquisa participante. Dessa forma, o artigo busca evidenciar a iniciativa do projeto e discutir a qualificação da gastronomia regional como patrimônio cultural imaterial. Palavras-chave: Turismo. Gastronomia regional. Patrimônio Cultural Imaterial. Projeto de Extensão. Vale do Rio dos Sinos/RS.

  7. Significado e sentido do trabalho docente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Itacy Salgado Basso

    Full Text Available O estudo tem como objetivo a compreensão do trabalho docente como um aprofundamento teórico-metodológico orientador da atividade de formação acadêmica e continuada de professores. Discute-se a natureza do trabalho docente, sustentando a sua particularidade, caracterizada por uma certa autonomia e denotando a importância da formação do professor para o exercício da prática pedagógica. A interpretação do trabalho docente foi empreendida através das categorias significado - finalidade dessa atividade fixada socialmente - e sentido do trabalho realizado pelo professor. A ruptura entre significado e sentido torna seu trabalho alienado, comprometendo ou descaracterizando a atividade docente.

  8. Escultura em madeira em Laranjeiras/SE: Perspectivas do patrimônio material e imaterial no século XXI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaina Cardoso de Mello

    2015-10-01

    Full Text Available O trabalho traça o panorama conceitual e prático do “patrimônio material” e “patrimônio imaterial”, em suas intercessões, no contexto da cidade de Laranjeiras em Sergipe. A metodologia utiliza a entrevista gravada, semi-estruturada, com Demar (Ademar, escultor em madeira, cuja produção cria, expõe e comercializa no Centro de Artesanato, agraciado com o título de “patrimônio vivo” pela Prefeitura. Com a alta tecnologia, a Arqueologia Pública deve ir às comunidades, ouvir suas demandas para compartilhar de informações, registro e conservação do patrimônio cultural que congrega em si características de seu modus vivendi, valorizando a diversidade e a sobrevivência da arte. Como referência os trabalhos de Sandra Pelegrini, Pedro Paulo Funari, UNESCO, IPHAN e Ana Carla Reis.

  9. Sofrimento psíquico e trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarah Rosa Salles Vieira

    2014-03-01

    Full Text Available O presente artigo aprofunda questões clínico-téoricas relacionadas especificamente ao trabalho docente e ao sofrimento psíquico a ele relacionado a partir da observação clínica e vivência grupal nos atendimentos terapêuticos ocupacionais realizados no Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo "Francisco Morato de Oliveira" (HSPE-FMO. Partindo dos estudos acerca da Psicopatologia do Trabalho de Christophe Dejours, do trabalho docente e do relato de um caso clínico, caracteriza a problemática do sofrimento no trabalho, os sistemas de defesa contra este sofrimento, a ameaça à subjetividade do próprio trabalhador, as representações e conflitos vivenciados no trabalho docente, bem como a relação aditiva estabelecida como uma estratégia inconsciente de sobrevivência psíquica.

  10. PERSPECTIVA MULTIDIMENSIONAL DO TRABALHO NA CONTEMPORANEIDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Carminatti

    2015-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é analisar a evolução do tema trabalho e novas formas de flexibilização das relações laborais que proporcionam identidade, significado e bem-estar. O trabalho, como uma atividade prazerosa, passa por uma mudança de postura das pessoas frente à atividade ocupacional, a partir do autoconhecimento, planejamento de carreira e de uma jornada de trabalho que vislumbre a melhora na qualidade de vida. A promoção do bem-estar presume a articulação entre as relações de trabalho atravessadas pelo sistema capitalista e a importância de equilibrar necessidades individuais e a competitividade organizacional. Como elementos balizadores surgem: a relação com os significados do trabalho, o planejamento de carreira e pós-carreira e a conexão entre valores pessoais e organizacionais. Adotou-se para a pesquisa uma estratégia metodológica qualitativa que se propõe a investigar a partir da exploração e descrição as dimensões do tema trabalho na sociedade contemporânea. Dessa forma, a promoção do bem-estar e o planejamento de carreira devem ser tratados como planejamento de vida durante todo o período funcional, a partir de uma visão multidimensional do colaborador inserida em um amplo contexto cultural e social que ultrapassa o ambiente organizacional.

  11. Capoeira: diálogo de saberes como possibilidade de valorização da (s identidade (s afro-brasileira (s e do patrimônio imaterial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Pertussatti

    2017-12-01

    Full Text Available A presente reflexão tem o objetivo de apresentar a relevância da Capoeira como possibilidade de diálogo de saberes nas discussões contemporâneas em torno dos processos decoloniais, a partir do reconhecimento de seu caráter ancestral, intercultural e patrimonial imaterial, bem como de sua identidade libertária e de resistência. Bastante expressiva desde o período Colonial brasileiro, fortemente criminalizada e discriminada durante a Primeira República, atualmente a Capoeira está presente em mais de 160 países e em todos os continentes, desde sua internacionalização na década de 60 do século passado. A análise de documentos brasileiros como o Dossiê de Registro e Salvaguarda da Capoeira como Patrimônio Cultural do Brasil e o Estatuto da Igualdade Racial busca contribuir, primeiramente, para o fortalecimento da Capoeira, de seus saberes em encontro e de suas expressões, bens culturais legítimos, isto é, para a afirmação identitária africana do povo brasileiro, mas também de cada praticante de Capoeira. A organização dialógica dos saberes da capoeira, por meio das perspectivas de sua corporeidade, musicalidade, simbologia, história e historicidade, ritualidade e ancestralidade, contribui para o cuidado patrimonial, para a formação da identidade cultural afro-brasileira.

  12. O preparo para o trabalho de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yone Caldas Silva

    Full Text Available A autora focaliza a importância da preparação psicológica e profissional dos trabalhadores, para enfrentarem os riscos do trabalho, no cenário atual de mudanças nas organizações. Considerando a literatura científica internacional, apresenta dados de sua experiência pessoal. A partir do diagnóstico organizacional, sob a coordenação da Assessoria em Segurança, Saúde e Meio Ambiente, da Refinaria Duque de Caxias, (RJ , da qual era consultora, foi aplicada uma metodologia baseada na autonomia de ação de grupos de empregados, incluindo decisões na aplicação de recursos. Como resultados, são evidenciados a dinamização da estrutura organizacional, mudanças nas condições de trabalho, diminuição significativa nos índices e na gravidade dos acidentes, maior capacitação psicológica e profissional para o trabalho de equipe e o desenvolvimento de aptidão gerencial. Conclui, focalizando o importante papel das instituições vinculadas à segurança, saúde e meio-ambiente, indicando a necessidade de serem implementadas pesquisas de novas metodologias concernentes aos aspectos psicológicos do trabalho.

  13. A desnecessidade do trabalho entre pescadores artesanais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Wellington Norberto Ramalho

    2015-04-01

    Full Text Available As relações socioculturais e econômicas, entre alguns grupos de pescadores artesanais, não colocam como entes antagônicos trabalho e tempo livre. Do contrário, tais relações celebram aproximações entre saber-fazer pesqueiro, lazer e vida, formando e conformando um todo societário. Inseridos nesse quadro, estão os pescadores artesanais do mar-de-fora da praia de Suape, no município do Cabo de Santo Agostinho, litoral sul de Pernambuco, distante 50 km de Recife. Este artigo busca desvelar a mencionada moral do trabalho e do tempo livre no fazer cotidiano de pescadores dessa Praia, com base na pesquisa etnográfica e na história de vida de 13 pescadores. No geral, identificou-se que há uma moral do trabalho que se confunde à moral do tempo livre, pois o cerceamento de uma delas representa limites à outra. Assim, para esses homens, definir o que é um ser liberto ou cativo liga-se ao encontro indissociável, em termos práticos e simbólicos, entre as referidas morais, o que é essencial para classificar o fazer-se pescador artesanal em seu sentido pleno fundamentado na desnecessidade do trabalho.

  14. Trabalho doméstico: desafios para o trabalho decente Domestic work: challenges for decent work

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Sanches

    2009-12-01

    Full Text Available Este artigo apresenta um panorama da situação das trabalhadoras domésticas e traz algumas questões relativas à sua dimensão no mundo e no Brasil, suas condições de trabalho e importância para o funcionamento geral dos mercados de trabalho e dos domicílios. Buscase mostrar a relevância que tem o conceito de trabalho decente, promovido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT, para o trabalho doméstico e a equiparação de seus direitos no trabalho aos do conjunto das trabalhadoras e dos trabalhadores. Ressalta-se a oportunidade da discussão na próxima Conferência Internacional do Trabalho da OIT, em 2010, na qual o tema é ponto de pauta com vistas à elaboração de um instrumento internacional de proteção ao trabalho domésticoThis article presents an overview of the situation of the domestic workers and focuses on some issues related to its dimension in the world and in Brazil, to their conditions of work and its importance to the labor market and to the households. We aim to demonstrate the relevance of the concept of decent work, promoted by ILO - International Labor Organization, for the domestic work and the need to extend their rights to level them with the other workers. It also highlights the opportunity offered by the next International Labor Conference, in 2010, when one of the issues of the agenda is to discuss the crafting and adoption of international labor standards in the form of a specific convention or recommendation

  15. Atividades linguageiras e atividades de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília Pérez de Souza-e-Silva

    2005-07-01

    Full Text Available

    Pensar a linguagem em cenários profissionais, aqui compreendida como a linguagem no trabalho, apresenta algumas especificidades. Apresentá-las e discuti-las constitui o objetivo desde artigo, no qual a lingüística dialoga com pesquisas desenvolvidas pelo grupo Langage & Travail e com a ergonomia da atividade, disciplina que tem por objetivo de estudo a relação homem/trabalho. Enquanto na era industrial, sob a influência do taylorismo, a fala e o trabalho eram considerados atividades antagônicas, na sociedade contemporânea, em decorrência da informatização e da automação da produção industrial e dos serviços, a competência para se comunicar passou a ser valorizada, avaliada e remunerada. Tal mudança deu origem a diferentes tipos de relação entre atividade linguageira e atividade de trabalho e a uma proliferação de textos escritos, cuja proximação cada vez maior com o oral tem gerado investimentos sociais e identitários diferentes. Ao mesmo tempo em que vêm sendo valorizada, as atividades linguageiras têm sido vistas como nova forma de dominar os assalariados por meio de novos modelos produtivos. Qualquer que seja a interpretação, a parte a elas atribuída nas organizações encontra-se transformada. De interdita, desconsiderada, a palavra se encontra reabilitada, convocada.

  16. Escala de valores relativos ao trabalho : EVT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Porto Juliana Barreiros

    2003-01-01

    Full Text Available Na literatura internacional são encontradas várias escalas para medir valores relativos ao trabalho, porém a maioria apresenta problemas com relação à definição do conceito ou a falta de integração com os modelos teóricos sobre valores pessoais. No Brasil foram encontrados dois instrumentos, um não foi validado para a população brasileira e o outro foi validado para uma população de baixa escolaridade. Foi objetivo do presente estudo desenvolver e validar uma Escala de Valores relativos ao Trabalho. Para o desenvolvimento da EVT foi realizado um levantamento de instrumentos anteriores e foram entrevistados trabalhadores. Após a análise de juízes e validação semântica, o instrumento foi respondido por 394 pessoas. A análise fatorial apontou para quatro fatores: Realização no trabalho, Relações sociais, Prestígio e Estabilidade. O instrumento após validação é composto por 45 itens. Os resultados corroboraram o modelo teórico previsto e conclui-se que a escala foi devidamente estabelecida e pode ser utilizada para pesquisa e diagnóstico.

  17. Maternidade e trabalho: direito ou dever?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Almeida Gill

    2013-07-01

    Full Text Available O presente estudo pretende investigar a relação maternidade e trabalho entre 1940 e 1949 em Pelotas, levando em conta que a função maternal, na maior parte das vezes, se apresenta à mulher como algo inerente à sua condição humana. Como fonte para esta pesquisa, se lançou mão dos processos da Justiça do Trabalho da Comarca de Pelotas, acervo este salvaguardado pelo Núcleo de Documentação Histórica da Universidade Federal de Pelotas. No intuito de contribuir para uma história das mulheres, foi realizado um levantamento quantitativo, no qual foram escolhidos para investigação somente os dissídios femininos. Sendo assim, se torna relevante analisar como era tratado o trabalho formal e as questões que envolvem a maternidade, entendida como gestação e cuidado com os filhos.

  18. Flexibilidade e mercado de trabalho em Portugal

    OpenAIRE

    Centeno, Mário; Novo, Álvaro

    2008-01-01

    A era de rápida evolução tecnológica em que vivemos, associada em particular ao desenvolvimento de tecnologias de informação, coloca às economias novos desafios, mas também novas oportunidades, abrindo à concorrência mercados anteriormente fechados. Neste ambiente mais competitivo, não é estranho que o apelo a uma maior flexibilidade do emprego tenha ganho proeminência na discussão político-económica da organização do mercado de trabalho.

  19. Controle do homem no trabalho ou qualidade de vida no trabalho?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Coutinho Paschoal Dourado

    Full Text Available Este artigo surge do ânimo de canalizar para a investigação a reação indignada aos incessantes esforços instrumentalizadores do homem no trabalho e da preocupação com as conseqüências desse processo para uma sociedade como a nossa. Tem como propósito realizar uma reinterpretação crítica do movimento pela Qualidade de Vida no Trabalho (QVT, desvendando suas ferramentas de instrumentalização do homem pelo capital e revelar sua verdadeira natureza. 0 artigo inicia com uma interpretação da evolução histórica da ciência e da prática da administração, analisando seus propósitos, desvendando a lógica funcional do sistema e culminando com a revelação de alguns de seus mecanismos opressores. Discute as formas de controle presentes sob as dimensões agregadas dos modelos de QVT, utilizando a classificação das obras de três autores (GORZ, 2003; MOTTA; 2000; PAGES et al, 1993 com o intuito de desvendar o exercício do controle. Aponta, assim, que as recompensas diretas e indiretas, as condições do ambiente de trabalho seguras e atrativas, a concepção do trabalho, a autonomia e participação do indivíduo, a imagem social da empresa e o equilíbrio entre trabalho, família e lazer promovem, na realidade, a instrumentalização do indivíduo no trabalho através de métodos cada vez mais sofisticados de controle social.

  20. Trabalho, reestruturação do capital e mercado de trabalho em Macaé

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Martins Sirelli

    2013-02-01

    Full Text Available O artigo aborda a reestruturação do capital e seus impactos na cidade de Macaé. A mesma se destaca por abrigar a Petróleo Brasileiro S/A (PETROBRAS desde 1978, abarcando mudanças econômicas e sociais substanciais para a cidade e a região. O textoenfoca o desenvolvimento desigual e combinado, resultado das opçõespolíticas e econômicas. Focaliza o mercado de trabalho formal, apartir de dados da RAIS, numa pesquisa bianual de 1990 a 2010. Concluímos que apesar de um estrondoso aumento de vínculos formais nos últimos 20 anos, os mesmos não vêm sendo acompanhados por uma qualidade destes vínculos, fortalecendo a tese de uma renovada precarização das relações formais de trabalho, sobre sólidas bases de exploração, alienação e aumento da extração do mais valor, ancorada em práticas como a flexibilização dos vínculos,intensificação do trabalho e terceirização da força de trabalho.

  1. Olhar de dirigentes sindicais sobre qualidade de vida no trabalho e mal-estar no trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Remigio Todeschini

    2013-06-01

    Full Text Available O objeto do artigo consistiu em conhecer as percepções de dirigentes sindicais metalúrgicos e químicos sobre o tema Qualidade de Vida no Trabalho (QVT e as fontes de mal-estar no trabalho nessas categorias profissionais. A natureza metodológica aplicada foi quantitativa e qualitativa com utilização do software Alceste. Participaram da pesquisa 81 dirigentes sindicais brasileiros (56 dirigentes químicos e 25 metalúrgicos, 85% do gênero masculino e 15% do gênero feminino oriundos das regiões sudeste, sul e nordeste do país, com aplicação do questionário via e-mail. Os resultados encontrados forneceram bases empíricas para a formulação de recomendações em Ergonomia da Atividade visando prevenir as fontes de mal-estar no trabalho. Foram reforçadas as bases teóricas da Abordagem de Ergonomia da Atividade Aplicada à Qualidade de Vida no Trabalho (EAA_QVT e o desenho de subsídios para a formulação de políticas públicas neste campo.

  2. Trabalho e responsabilidades familiares no Brasil: reflexões sobre os direitos do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa de Sousa Gama

    2013-02-01

    Full Text Available Entender a relação entre trabalho e vida familiar, no capitalis-mo, requer reconhecer que essas dimensões estão em conflito, adquirin-do novos contornos com a maciça entrada feminina no mercado detrabalho. A feminização dos mercados de trabalho coincidiu com a trans-formação da organização do trabalho e da produção, incrementandoessas tensões. A estas mudanças se associam as sociodemográficas que geraram variações na estrutura das famílias, criando uma nova relação entre demanda e oferta de cuidados. No artigo é analisada a evolução da legislação trabalhista e previdenciária quanto à proteção à maternidadee a “conciliação” entre trabalho e família, tendo por referência normas internacionais de proteção ao(à trabalhador(a e o exame de proposições recentes do legislativo brasileiro. Considera-se, desde uma  perspectiva de gênero, que a produção desta  legislação reflete possibilidades e limites das formas de intervenção do Estado brasileiro sobre a temática.

  3. Como conhecer o trabalho quando o trabalho não é mais o trabalho? How to recognize work when is not work anymore?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abdallah Nouroudine

    2011-01-01

    Full Text Available Como conhecer o trabalho quando o trabalho não é mais o trabalho? Esta pergunta comporta dois aspectos: o primeiro é de ordem metodológica (como conhecer o trabalho?. O segundo diz respeito a este objeto hipotético que seria 'o trabalho que não é mais o trabalho'. Se este último designa o trabalho não mercantil e o trabalho informal por distinção (ou oposição ao trabalho mercantil, então o 'trabalho que não é mais o trabalho' continua sendo, na realidade, um trabalho. Todavia, ele é diferente do trabalho mercantil, que, de acordo com uma postura etnocêntrica, supostamente constitui uma referência para a avaliação da natureza das atividades humanas. Mas, qualquer que seja o modo de trabalho dominante num coletivo de vida, uma análise da norma na atividade dita informal, do duplo ponto de vista do conceito e da experiência, permite sugerir que uma atividade humana socializada não pode ser verdadeiramente informal. Algumas balizas metodológicas permitem tentar compreender as atividades supostamente informais, chamando a atenção para os princípios epistemológicos da ergonomia e da ergologia.How to recognize work when is not work anymore? This question entails two aspects: the first one is a question of method (how to recognize work?. The second one is about this hypothetical subject that is 'work when it is not work anymore?'. If we talk about non-profit and informal work opposed to 'standard' work, then 'work that is not work anymore' is actually still work. Although, from an ethnocentric point of view, it is different from 'standard' work, which is supposed to be a reference in order to identify the nature of human activities. However, when analyzing the norm in informal activities, whatever the prevailing kind of work in a society, and from a conceptual as well as from a practical point of view, allows us to consider that a social human activity cannot be informal. A few methodological points will help us to

  4. O TRABALHO EM CARNE VIVA. OBSERVAÇÃO PARTICIPANTE DO TRABALHO OPERÁRIO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Monteiro

    Full Text Available Resumo Este texto visa expor a lógica moral e sensual do universo fabril, tentando suplementar as leituras excessivamente técnicas do trabalho com um estudo contextualizado e encarnado das práticas operárias. Nesse sentido, o investigador procedeu a um trabalho de observação participante, trabalhando 14 semanas, em 2007, como operador de máquina numa fábrica de mobiliário do Noroeste português. Um ano mais tarde, em 2008, ele voltaria para estudar a comunidade envolvente por mais 16 semanas. A partir da objectivação sociológica da experiência visceral do trabalho, foi possível conhecer o processo de incorporação do senso prático dos trabalhadores, conhecido localmente como "aprender a arte". Dada a sua relevância, é concedida uma atenção particular às implicações que teve o recurso à observação participante para esta pesquisa sociológica.

  5. Mobilidade do trabalho e controle social: trabalho e organizações na era neoliberal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Guedes Gomes

    2009-02-01

    Full Text Available Este trabalho realiza uma releitura dos capítulos históricos de O capital, de Karl Marx, na perspectiva de trabalhar com o conceito de "mobilidade do trabalho", tal como este é desenvolvido no livro que serve de base teórica ao artigo: "Movilidad del trabajo y acumulación de capital", do autor francês Jean-Paul De Gaudemar. Esta obra é muito pouco conhecida no Brasil, sobretudo na área da economia política, contudo, ela é importante pela capacidade em aprofundar a concepção daquele conceito e por colaborar para a construção de uma interpretação mais acurada das determinações do capitalismo contemporâneo e de suas novas formas de exploração, tais como a flexibilização, a terceirização, a reengenharia etc. Sendo assim, o artigo procura, a partir do entendimento do conceito de mobilidade do trabalho, realizar algumas incursões em temas centrais do processo de acumulação capitalista, sobretudo em questões como desemprego e processos de trabalho que levam ao aumento da extração da mais-valia relativa e absoluta e que provocam, dessa maneira, a redução dos níveis médios de renda do grosso da população trabalhadora, o aumento da informalidade e a precariedade das condições de vida material. Pode observar-se que o esgotamento do padrão de acumulação capitalista, durante a transição entre a década de 1960 e 1970, promoveu mudanças profundas no modo de funcionamento do sistema, levando a formais mais indiretas de exploração e a controles culturais e ideológicos muito mais sofisticados e eficazes.

  6. Bombeiros: um olhar sobre a qualidade de vida no trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janine Kieling Monteiro

    Full Text Available Este trabalho apresenta uma intervenção no corpo de bombeiros (São Leopoldo - RS realizada pelo NEPT (Núcleo de Excelência em Psicologia do Trabalho. Utilizamos um diagnóstico com sessenta e três entrevistas semi-estruturadas sobre o trabalho e funcionamento da corporação. Partindo da análise deste, propusemos palestras sobre estresse e qualidade de vida no trabalho (QVT. Foram levantados questionamentos acerca do mito do herói e do amor pela profissão bombeiro, que deixa em segundo plano seus problemas. Destacou-se o estresse no trabalho por situações traumáticas, como risco de vida eminente e mortes nos salvamentos. Entendemos que as intervenções contribuíram como espaço de escuta que propiciou reflexões a respeito da QVT.

  7. Acidente de trabalho típico e bipoder

    OpenAIRE

    Luz,Leonardo Del Puppo; Andrade,Ângela Nobre de

    2012-01-01

    Contemporaneamente, os acidentes de trabalho típico ainda vêm se mantendo como uma temática extremamente relevante à malha social. A Previdência (INSS), em 2007, registrou 653.090 acidentes de trabalho. Diante desse quadro estatístico, diversos órgãos públicos têm se empenhado no enfrentamento das ocorrências caracterizadas como acidentes de trabalho típico (ATs). Esta pesquisa originou-se de parte da dissertação que almejou colocar em análise práticas que permeiam as investigações de determi...

  8. Trabalho Diurno e Noturno: Principais Impactos do Trabalho em Turnos para a Saúde de Vigilantes

    OpenAIRE

    Maria Fabiana Machado da Silva; Lauriane Maria dos Santos Teles; Keilane Ferreira de Araújo; Tátila Rayane de Sampaio Brito; Janaína dos Santos Silva; Carla Fernanda de Lima Santiago da Silva

    2013-01-01

    O objetivo do estudo foi verificar o impacto do trabalho diurno e noturno sobre a saúde de vigilantes de uma Universidade Pública do Piauí. Utilizou-se um Questionário Sociodemográfico e Profissional/Ocupacional, analisado por meio da análise de frequência, e uma Entrevista Semiestruturada, acerca da satisfação com o turno de trabalho, o cotidiano fora dele e as consequências do trabalho para a saúde, utilizando-se a Análise de Conteúdo Temático de Bardin (2002). A maioria dos vigilantes di...

  9. Afastamento do trabalho por transtornos mentais e estressores psicossociais ocupacionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Silvestre Silva-Junior

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO: Introdução: Os transtornos mentais são a terceira principal causa de concessão de benefício previdenciário por incapacidade no Brasil. A exposição ocupacional a estressores psicossociais pode comprometer a saúde mental dos trabalhadores. Cabe ao perito médico previdenciário caracterizar se o adoecimento incapacitante está relacionado com as condições de trabalho. Objetivo: Avaliar os fatores associados ao afastamento do trabalho por transtornos mentais relacionados ao trabalho, em especial a percepção dos trabalhadores sobre fatores psicossociais no trabalho. Métodos: Estudo analítico realizado em São Paulo com 131 requerentes de auxílio-doença por transtornos mentais. Foram preenchidos questionários sociodemográfico, de hábitos/estilo de vida e fatores psicossociais no trabalho. Resultados: Os quadros mais frequentes foram transtornos depressivos (40,4%. Entre todos os requerimentos, 23,7% foram considerados relacionados ao trabalho. O perfil da maioria dos participantes era: sexo feminino (68,7%, até 40 anos de idade (73,3%, casado/união estável (51,1%, escolaridade igual ou superior a 11 anos (80,2%, não tabagista (80,9%, não ingeria bebida alcoólica (84%, fazia atividade física (77,9%. Sobre os fatores psicossociais, prevaleceu trabalho de alta exigência (56,5%, baixo apoio social (52,7%, desequilíbrio esforço-recompensa (55,7% e comprometimento excessivo (87,0%. Não houve associação estatística entre casos de transtornos mentais relacionados ao trabalho e as variáveis independentes. Conclusão: A concessão do benefício auxílio-doença acidentário não foi associada a variáveis sóciodemográficas, hábitos/estilo de vida ou fatores psicossociais no trabalho. A exposição ocupacional a estressores psicossociais esteve presente no relato da maioria dos trabalhadores afastados do trabalho por transtornos mentais. Entretanto, diversos casos não foram reconhecidos pela perícia m

  10. Perspectivas psicossociais para o estudo do cotidiano de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio de Oliveira

    2014-04-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo analisar o debate e o aprofundamento teórico e metodológico desenvolvido nos estudos sobre a vida cotidiana no trabalho. A investigação partiu do diálogo interdisciplinar entre a antropologia do trabalho, a ergologia e a psicologia social do trabalho e sistematizou as contribuições mútuas entre esses campos científicos, suas aproximações e seus afastamentos da tematização e da apropriação da atividade humana no trabalho sob a perspectiva do cotidiano. A análise comparativa destacou eixos que diferenciam as formas de aproximação ao objeto, que se referem às relações estabelecidas entre saberes práticos e técnico-científicos e aos modos de intervenção sobre as situações de trabalho. As abordagens comparativas compartilham o interesse em conhecer o trabalho real, o valor conferido aos conhecimentos dos trabalhadores e a sensibilidade às dimensões micropolíticas do cotidiano. Conclui-se que a localização em cada um desses eixos depende da maior ou menor filiação às tradições da antropologia ou da ergonomia.

  11. Sobrecarga de trabalho e adoecimento no Polo Industrial de Manaus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerusa Menezes de Carvalho

    2011-12-01

    Full Text Available O avanço de doenças como LER/DORT traz como imperativo analisar asnovas formas de organização de trabalho e sua relação com o adoecimento. A pesquisa que fundamenta este artigo buscou compreender o processo de adoecimento no trabalho no Polo Industrial de Manaus (PIM, partindo da fundamentação teórica da Psicodinâmica do Trabalho, que estuda os processos intersubjetivos mobilizados no trabalhar e os destinos possíveis do sofrimento. Utilizou-se a metodologia qualitativa, tendo como instrumento de coleta de dados uma entrevista individual semiestruturada. Participaram cinco trabalhadores de indústrias do PIM, afastados por doença, membros de uma associação para lesionados no trabalho. Os resultados indicam que a organização de trabalho no PIM é marcada por sobrecarga, pressão e outros elementos patogênicos, relacionados às novas formas de gestão, associadas ao modo de acumulação flexível do capital, que contribuem para o agravamento do sofrimento e para a proliferação das novas patologias sociais do trabalho.

  12. Assessoria: processo de trabalho do Serviço Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Goerck, Caroline

    2004-01-01

    Full Text Available O presente trabalho está baseado numa sinopse de uma experiência vivenciada durante o estágio quatro, realizado no curso de Serviço Social. A experiência vivenciada resultou num Trabalho de Conclusão de Curso quando se descreveu e analisou a assessoria como uma das possibilidades de trabalho do Serviço Social junto às expressões da questão social. Neste trabalho, haverá um relato de uma das atividades de assessorias realizadas durante o estágio, a uma prefeitura municipal da região que desenvolve o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI. A assessoria, na atualidade, pode ser utilizada como mais uma das formas de inserção do Serviço Social no mercado de trabalho. Esta experiência teórico-prática abre espaços para refletir a inserção do Assistente Social no processo de assessoria.

  13. Os diferentes contratos de trabalho entre trabalhadores qualificados brasileiros.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Carvalho de Azevedo

    2014-06-01

    Full Text Available Ao longo das últimas décadas, as relações de trabalho têm se modificado de forma contínua na direção de contratos mais flexíveis vis-à-vis relações de trabalho mais estáveis e de longo prazo. Essas transformações também têm atingido o mercado de trabalho brasileiro, ainda que este tenha características distintas das economias mais desenvolvidas. No Brasil, as relações de trabalho sempre tiveram um forte componente de flexibilidade, uma vez que o emprego formal e o informal são igualmente importantes na economia do país. Apesar da informalidade presente no cenário brasileiro, trabalhadores qualificados brasileiros mantiveram vínculos de trabalho estáveis, com contratos CLT, ao longo da segunda metade do século passado. Entretanto, esse panorama tem sido modificado nas últimas décadas. Apesar da constatação dessas mudanças no mercado de trabalho, pesquisas que investigam a disseminação de diferentes tipos de contrato de trabalho no mercado brasileiro são escassas. Dados referentes a profissionais qualificados são ainda mais raros. Tendo esse cenário como pano de fundo, esta pesquisa tem como objetivo identificar os diferentes tipos de contrato de trabalho existentes entre trabalhadores qualificados no Brasil. Para isso, discute os resultados de uma pesquisa empírica e apresenta, com base na literatura e nos dados de 47 entrevistas com trabalhadores, 15 tipos de contrato de trabalho que se distinguem do padrão CLT. Os resultados mostram que, dada essa diversidade, as relações flexíveis de trabalho não podem ser tratadas como um processo homogêneo. Os dados também retratam uma realidade preocupante. Podemos dizer que existe um descompasso dentro do contexto brasileiro entre as relações de trabalho atuais e o ambiente no qual elas estão inseridas. A sociedade brasileira e a legislação trabalhista estão estruturadas com base nas relações de trabalho formais. As organizações muitas vezes não sabem

  14. Representações Sociais acerca do Trabalho em Equipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise de Aragão Fernandes dos Santos

    Full Text Available O trabalho em equipe é uma demanda das atuais organizações de trabalho. Este estudo identificou representações sociais acerca do trabalho em equipe em universidades no Rio de Janeiro. Uma fase inicial de evocação foi feita com 134 funcionários, que indicaram e ordenaram de três a cinco palavras a partir do termo indutor "trabalho em equipe". Na sequência, foram realizadas 14 entrevistas para aprofundamento das respostas. A abordagem de representações sociais escolhida foi a estrutural, de Jean Claude Abric e a análise foi feita com apoio do software EVOC.Os resultados indicam 393 palavras evocadas, sendo 187 distintas, cujo agrupamento por semelhança resultou em 105 palavras/expressões. Os resultados apontam como possíveis núcleos centrais as palavras "respeito", "união" e "cooperação". Os resultados foram discutidos à luz da literatura, sendo apresentadas contribuições do estudo para o avanço das pesquisas sobre equipes de trabalho.

  15. Acidente de trabalho típico e bipoder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Del Puppo Luz

    2012-08-01

    Full Text Available Contemporaneamente, os acidentes de trabalho típico ainda vêm se mantendo como uma temática extremamente relevante à malha social. A Previdência (INSS, em 2007, registrou 653.090 acidentes de trabalho. Diante desse quadro estatístico, diversos órgãos públicos têm se empenhado no enfrentamento das ocorrências caracterizadas como acidentes de trabalho típico (ATs. Esta pesquisa originou-se de parte da dissertação que almejou colocar em análise práticas que permeiam as investigações de determinados órgãos públicos no Estado do Espírito Santo quanto à ocorrência dos acidentes de trabalho típico, buscando expandir as problematizações acerca da binarização da culpa pelo acidente, ora atribuída ao empregador, ora ao empregado. Recorreu-se, como aporte teórico-conceitual, ao conceito-ferramenta de Biopoder desenvolvido por Michel Foucault, para lançar uma análise acerca do Biopoder e das políticas de controle dos acidentes. Conclui que se processam mecanismos de subjetivação que parecem reduzir a importância da transversalidade/atravessamentos de instituições na constituição dos acidentes de trabalho.

  16. Avaliação: um contrato de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Regina Gomes da Silva

    1998-02-01

    Full Text Available Este artigo apresenta, tendo em vista perplexidades constituídas a partir de uma leitura acerca do funcionamento do modelo tradicional de ensino, considerações sobre a Proposta Pedagógica Assimilação Solidária, AS (Baldino, 1995a. Proposta interventora, a AS muda o conceito de mérito, pois considera, ao lado do prêmio ao saber, o justo prêmio ao trabalho coletivo produzido em sala de aula. O instrumento fundamental da AS é um contrato de trabalho, negociado entre professor e alunos, que vincula a avaliação e o trabalho em grupos na sala de aula.

  17. Saúde mental e trabalho: os problemas que persistem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leny Sato

    Full Text Available Este artigo toma por objeto a Saúde Mental e Trabalho como uma subárea do campo da Saúde do Trabalhador. Parte da constatação de que os problemas de saúde mental e trabalho, já identificados em meados da década de 1980, persistem. Após retomar a taxonomia de tais problemas, busca evidenciar algumas de suas expressões atuais a partir da assistência e da vigilância em saúde do trabalhador, bem como pela perspectiva de alguns sindicatos mais atentos à questão. Para tal, toma como ponto de partida o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CRST de Campinas. Por fim, pontua algumas características do trabalho no contexto atual para compreender as motivações dessa persistência.

  18. Estigma do nutricionista com obesidade no mundo do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kênya Lima de Araújo

    2015-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo analisa narrativas de nutricionistas mulheres, com obesidade e sua relação com o trabalho, a vida social e a obesidade. MÉTODOS: A abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas apresenta análises na perspectiva hermenêutica das narrativas de 11 nutricionistas da cidade de Salvador, Bahia. RESULTADOS: A pesquisa revela que esses sujeitos vivem experiências de estigma e sofrimento no trabalho e em outras relações sociais. Elas são excluídas do trabalho porque a obesidade não é compatível com a atuação prescritora e normatizadora de corpos do nutricionista. CONCLUSÃO: O estudo expõe o conflito de estar obesa nessa categoria que representa o próprio antagonismo à obesidade.

  19. Efeitos dos choques fiscais sobre o mercado de trabalho brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diogo Baerlocher Carvalho

    2013-06-01

    Full Text Available Esse trabalho tem por objetivo entender quais os efeitos dos choques fiscais sobre o mercado de trabalho brasileiro. Em particular, utiliza se uma abordagem SVAR para avaliar esses efeitos sobre o emprego e o salário real. Os choques fiscais são identificados a partir da imposição de restrições de sinais puras sobre a relação dinâmica entre os gastos do governo, o produto real e a oferta de trabalho. As restrições são obtidas a partir de funções de resposta a impulso Bayesianas derivadas de um modelo DSGE na tradição da Nova Síntese Neoclássica. As funções de resposta a impulso obtidas a partir da abordagem SVAR mostram que choques fiscais aumentam o salário real e o emprego.

  20. O Trabalho Psíquico da Intersubjetividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Inês Assumpção Fernandes

    2003-01-01

    Full Text Available O presente trabalho procura refletir sobre o trabalho psíquico da intersubjetividade nos grupos. Trata-se de pensá-lo na relação com a ruptura de investimentos durante o processo de Transformação x Criação, em primeiro lugar. A partir desse ponto, discutiremos a relação entre Transformação, Trabalho e Dispositivo. Neste caso pensamos nas possibilidades de intervenção, refletindo sobre a intervenção inpidual e a intervenção grupal. A questão da Transmissão Psíquica entre gerações será focalizada, fundamentalmente, no que se refere aos tempos lógicos do recalque.

  1. Justiça do trabalho e demandas coletivas: fragmentos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sayonara Grilo Continho Leonardo da Silva

    2012-12-01

    Full Text Available O presente texto explora a temática da Justiça do Trabalho na solução de conflitos nas demandas coletivas, de que forma os Tribunais atuam frente a essas questões e como se desenvolveu a jurisprudência ao longo do tempo. Neste ensaio,buscamos apresentar elementos que agreguem às reflexões em torno da temática Justiça do Trabalho e Ações Coletivas, sendo estas analisadas de forma geral. Após a análise histórica,apresentaremos a reforma do judiciário no sentido de aberturada Justiça do Trabalho para as demandas coletivas e, por fim,como forma de exemplificar todo o exposto, citaremos casos de demandas coletivas contemporâneas.

  2. O trabalho e seus sentidos Work and it's meanings

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estelle Morin

    2007-01-01

    Full Text Available Desde meados dos anos 1950, pesquisadores têm buscado, por diferentes metodologias, compreender o significado atribuído ao trabalho pelas pessoas em diferentes países. Os resultados obtidos por pesquisadores do grupo Meaning of Work International Research Team ([MOW], 1987 mostraram que o trabalho pode assumir desde uma condição de neutralidade até de centralidade na identidade pessoal e social. O objetivo desta pesquisa é apresentar dados qualitativos sobre os sentidos do trabalho para jovens executivos brasileiros, a partir da abordagem desenvolvida por Morin (2002. Os resultados preliminares desta pesquisa indicam, para a amostra pesquisada, que o trabalho é essencial na vida das pessoas. O principal sentido apontado por este grupo é que o trabalho permite a sobrevivência. Além disso, os dados desta pesquisa indicam que valores como variedade na natureza das tarefas, aprendizagem, autonomia, reconhecimento e segurança também são fundamentais para que o trabalho tenha sentido.Many researches, since the 1950's, seek to comprehend the meaning of work using different methodological approaches. Results obtained by the Meaning of Work group International Research Team ([MOW] in 1987, in different countries, showed that work could assume different conditions from neutrality to centrality in relation to the subject's personal and social identity. The objective of this research is to present some qualitative data on the meanings of work for young Brazilian managers, using the approach developed by Morin (2002. Preliminary results of this research show that work is essential at the lives of this group, because work is related to survival. Results also indicate that values such as variations on the nature of the tasks, autonomy, recognition and security are also fundamental for a meaningful work.

  3. Desenvolvimento, globalização e trabalho decente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Baltar

    Full Text Available O objetivo do artigo é discutir alguns desafios para o projeto brasileiro de desenvolvimento, baseado no consumo de massas dos três últimos Planos Plurianuais, que consiste na busca de equacionamento entre a ampliação da renda nacional através do trabalho, com aumento da empregabilidade e eliminação da precarização do trabalho. A pesquisa procura avaliar e comparar alguns indicadores sobre qualidade no emprego formal, tal como definido pela proposta da Organização Internacional do Trabalho (OIT para a Agenda do Trabalho Decente, em conjunto com dados que mostram a trajetória de inserção do Brasil no comércio internacional. O estudo levanta questões sobre as possibilidades de se garantir uma política de maior inserção no processo de globalização e, ao mesmo tempo, rever as consequências diretas da internacionalização da produção e do comércio sobre a qualidade do trabalho e a geração de renda. O texto conclui apontando que a formação de uma política de desenvolvimento centrada na ampliação do mercado interno, com propostas de expansão do consumo de massas, requer a definição de metas, não apenas de empregabilidade, mas voltadas à formação de empregos que atendam aos direitos fundamentais dos trabalhadores, seguindo os parâmetros da Agenda do Trabalho Decente.

  4. A categoria trabalho na obra de Marilda Iamamoto

    OpenAIRE

    Teixeira, Elaine de Almeida Wantil

    2014-01-01

    A presente pesquisa trata da apreensão da categoria trabalho na obra de Marilda Iamamoto, bem como sua formulação a respeito do trabalho profissional de Serviço Social, com base na fundamentação teórica desta categoria. Utiliza-se como fonte de pesquisa as obras publicadas pela autora e como apoio fundamental a clássica literatura de Karl Marx, além de outros autores de tradição marxista, visando dissertar sobre o fundamento filosófico e forma social da categoria estudada. Busca-se contemplar...

  5. Paradoxos do trabalho associado The paradoxes of associated work

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacob Carlos Lima

    2009-01-01

    Full Text Available Este artigo visa discutir a heterogeneidade do trabalho associado em cooperativas e empresas autogestionárias, e dois de seus paradoxos originários: integração ou alternativa ao mercado capitalista, e trabalho autônomo ou subordinado. Apresentamos alguns dilemas enfrentados pelo trabalho associado a partir de experiências concretas que refletem contextos, lugares, possibilidades e limites. Mais que uma forma de trabalho atípico ante o trabalho assalariado regular, o trabalho associado apresenta peculiaridades que refletem a própria dinâmica recente do capitalismo flexível e sua busca constante por redução de custos. Procura-se discutir as cooperativas e empresas autogestionárias em sua positividade como possibilidade efetiva de autonomia dos trabalhadores; em sua negatividade, como resultante da precarização entendida como perda de direitos sociais vinculados ao trabalho; e, numa terceira perspectiva, como alternativa de inserção social para trabalhadores excluídos ou nunca inseridos no mercado de trabalho formal.This article seeks to discuss the heterogeneity of associated work in cooperatives and self-management companies and their two inherent paradoxes: integration with or an alternative to the capitalist market, and autonomous or subordinated work. I examine various dilemmas faced by associated work on the basis of concrete experiences that reflect contexts, places, possibilities and limits. More than simply an atypical variant of work diverging from normal wage labour, associated work presents peculiarities that reflect the recent dynamics of flexible capitalism and its constant pursuit of cost reduction measures. The article discusses various positive aspects of worker cooperatives and self-management companies, including the possibility of promoting workers' autonomy, the negative aspects arising from the instability caused by the loss of social rights linked to the work, and finally, from a third perspective, their

  6. Engagement no Trabalho em Residentes Médicos de Pediatria

    OpenAIRE

    Teixeira, Priscila Regina; Lourenção, Luciano Garcia; Gazetta, Cláudia Eli; Gonsalez, Elizangela Gianini; Rotta, Daniela Salvagni; Pinto, Maria Helena; Peres, Lilian; Beretta, Denise

    2017-01-01

    RESUMO Objetivos Avaliar os índices de engagement no trabalho em residentes médicos de Pediatria. Métodos Amostra composta por 36 profissionais matriculados no programa de residência médica em Pediatria da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto no ano de 2013. Os dados foram coletados de setembro de 2013 a fevereiro de 2014, utilizando-se a Utrecht Work Engagement Scale (Uwes) – Escala Utrecht de Engajamento no Trabalho –, composta por 17 itens de autoavaliação com três dimensões,...

  7. O Acidente do trabalho e a responsabilidade civil do empregador

    OpenAIRE

    CAIRO JUNIOR, José

    2002-01-01

    O contrato de trabalho tem o seu conteúdo mínimo formado por cláusulas obrigatórias legais que, dentre outras determinações, impõem ao empregador zelar pela incolumidade psicofisiológica dos seus empregados. Vista sob esta ótica percebe-se que, em caso de dano sofrido pelo empregado, vítima de acidente do trabalho, a responsabilidade tem nítida natureza contratual, posto que decorrente de um inadimplemento contratual. A questão social impulsionou o surgimento de uma denomina...

  8. Distúrbio de voz e trabalho docente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Léslie Piccolotto Ferreira

    Full Text Available RESUMO Objetivo: analisar a associação entre distúrbio de voz e capacidade para o trabalho em docentes da rede municipal de ensino de São Paulo. Métodos: professoras que buscaram atendimento fonoaudiológico, com queixa de alteração vocal; e professoras selecionadas sem queixa, expostas ao mesmo ambiente de trabalho, passaram por avaliação perceptivo-auditiva da voz; preenchimento dos protocolos Índice de Capacidade para o trabalho e Condição de Produção Vocal do Professor; e avaliação perceptivo-visual da laringe. Foram classificadas como Caso as que tinham alteração na avaliação perceptivo-auditiva e em pregas vocais (167 e Controle as sem alterações nas avaliações (105. Resultados: a capacidade para o trabalho esteve entre baixa e moderada entre os casos (67,4% e entre boa e ótima (66,6% nas professoras do controle (escore total. Houve associação estatística em duas dimensões do ICT, apontando que as docentes com distúrbio de voz apresentaram quase três vezes mais chance de perder capacidade para o trabalho e que quanto pior a perda da capacidade, mais forte é a associação com o distúrbio de voz. Conclusão: há associação entre o distúrbio de voz e as dimensões capacidade atual para o trabalho comparada com a melhor de toda vida, indicando que os sujeitos que apresentaram distúrbio de voz estavam em sua pior capacidade para trabalhar, e perda estimada para o trabalho por causa de doenças, indicando que quanto maior a perda da capacidade para o trabalho, mais forte é a relação com o distúrbio de voz, independente da idade.

  9. ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO APLICADA A UM POSTO DE TRABALHO COM SOBRECARGA FÍSICA

    OpenAIRE

    Camilla Rosa Ormelez; Leandra Ulbricht

    2010-01-01

    A ergonomia pode ser definida como uma ciência do trabalho, sendo útil para a concepção de ferramentas, máquinas, dispositivos a serem usados com segurança e eficácia, bem como na concepção e avaliação de postos de trabalho. O objetivo desse estudo foi avaliar a sobrecarga física de funcionários de uma empresa de hortifrutigranjeiros. O método adotado para a pesquisa foi a AET (Análise Ergonômica de Trabalho), que subdivide-se em análise da demanda, tarefa e atividade para fazer o diagnóstico...

  10. Além da polêmica do provedor: mulheres, trabalho e história do trabalho.

    OpenAIRE

    Joshi, Chitra

    2009-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/1984-9222.2009v1n2p147Este artigo empreende uma revisão das maneiras pelas quais os historiadores sociais da Índia têm abordado o trabalho feminino, e propõe a necessidade de superar alguns de seus limites. Em meio a um contexto de desindustrialização e de informalização das relações de trabalho na Índia, a autora enfoca as interpretações historiográficas mais estabelecidas, em particular a polêmica do provedor e a conseqüente exclusão e invisibilização do trabalho ...

  11. DA PROTEÇÃO AO AMBIENTE DO TRABALHO: OS NOVOS MARCOS DEFINIDORES DO RISCO NO TRABALHO

    OpenAIRE

    Lourival José de Oliveira; Lina Andréia Santarosa Mussi

    2012-01-01

    RESUMOO meio ambiente do trabalho deve ser entendido como um bem público. Deste entendimento deriva uma compreensão diferente no que se refere principalmente à sua proteção. A aplicação da teoria da responsabilidade subjetiva, seja qual for a hipótese, encontra-se em descompasso com os valores erigidos constitucionalmente. A nova realidade empresarial, os novos modelos gerenciais, a nova dinâmica imposta no cotidiano do trabalho fez nascer características próprias no trabalhador, conhecidas n...

  12. RACIONALIDADE ECONÔMICA, TRABALHO E ECOLOGIA EM ANDRÉ GORZ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Langer

    Full Text Available O presente artigo tem por objetivo apresentar a análise crítica de André Gorz sobre o trabalho e a ecologia política a partir da centralidade que o conceito de racionalidade econômica no capitalismo adquire em seu pensamento. Para ele, a extensão ilimitada da racionalidade econômica ao trabalho e à natureza é considerada sem futuro do ponto de vista da sociedade. Gorz reconhece a íntima relação entre a crítica do capitalismo e a tarefa da ecologia política. Outro aspecto presente em sua obra, menos explorado, é a relação entre trabalho e crise ecológica. O capitalismo apropria-se do trabalho ou emprego não apenas para os seus interesses, mas também os transforma em instrumentos de destruição da natureza. Este paper objetiva também, fiel ao espírito do próprio Gorz, embora de maneira sucinta, indicar alguns horizontes alternativos.

  13. TRABALHO, EMPREGO, PRECARIEDADE: dimensões conceituais em debate

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Beckenkamp Vargas

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo discutir conceitualmente a noção de precariedade do trabalho, tendo em vista que ela é amplamente utilizada na sociologia, sem que um significado preciso seja formulado. Propõe-se uma abordagem relacional e construtivista, que procura articular as condições objetivas e subjetivas de produção do fenômeno em questão. Para tanto, parte-se do debate sobre o conceito de trabalho, a fim de melhor definir em que consiste sua precariedade. Argumenta-se, igualmente, a necessidade de situar esse debate no âmbito de quadros teóricos mais amplos de interpretação sociológica. Identificam-se duas dimensões cruciais na análise da precariedade do trabalho, a relação de emprego ou trabalho e a atividade laboral propriamente dita, discutindo-se exemplarmente as perspectivas teóricas de dois autores franceses especialmente interessados nesse tema: Robert Castel e Serge Paugam. Finalmente, discutem-se algumas implicações desse debate para a realidade brasileira, sustentando-se a importância de dar um tratamento multidimensional ao fenômeno.

  14. Somatização e sofrimento no trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oliveira, Nildete Terezinha

    2003-01-01

    Full Text Available O sofrimento no trabalho e sua relação com a somatização, baseia-se na metodologia da Psicodinâmica do Trabalho de Christophe Dejours. A má qualidade nas relações de confiança, de cooperação, de reconhecimento, associada à fragmentação e à rigidez na organização do trabalho são causadores de sofrimento, sendo a somatização (a doença uma saída individual na tentativa de suportar esse sofrimento. O trabalho passa a ser o mediador da passagem do sofrimento para o prazer, quando ocorre o espaço aberto de discussão e são respeitadas a singularidade e a subjetividade de cada um, possibilitando a construção de relações mais satisfatórias

  15. Housework, paid work and psychiatric symptoms Trabalho doméstico, trabalho assalariado e sintomas psiquiátricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma S Santana

    2001-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To evaluate the hypothesis that work burden, the simultaneous engagement in paid work and unpaid family housework, is a potential risk factor for psychiatric symptoms among women. METHODS: A cross-sectional study was carried out with 460 women randomly selected from a poor area of the city of Salvador, Brazil. Women between 18 to 70 years old, who reported having a paid occupation or were involved in unpaid domestic activities for their families, were eligible. Work burden-related variables were defined as: a double work shift, i.e., simultaneous engagement in a paid job plus unpaid housework; and b daily working time. Psychiatric symptoms were collected through a validated questionnaire, the QMPA. RESULTS: Positive, statistically significant associations between high (>7 symptoms QMPA scores and either double work shift (prevalence ratio -- PR=2.04, 95% confidence interval -- CI: 1.16, 2.29 or more than 10 hours of daily work time (PR=2.29, 95% CI: 1.96, 3.43 were found after adjustment for age, marital status and number of pre-school children. CONCLUSIONS: Major correlates of high QMPA scores are work burden variables. Being married or having pre-school children are also associated with high QMPA scores only when associated with work burden.OBJETIVO: Avaliar a hipótese de que a dupla carga de trabalho é um fator de risco potencial para sintomas psiquiátricos em mulheres. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com 460 mulheres aleatoriamente selecionadas de uma área pobre da cidade de Salvador, BA, Brasil. Foram selecionadas mulheres entre 18 e 70 anos de idade, que referiram ter ocupação paga ou estar envolvidas com trabalho doméstico não remunerado para as suas famílias. A sobrecarga de trabalho foi analisada como: a dupla jornada de trabalho, i.e., envolvimento simultâneo em trabalho pago e trabalho não pago para a família; e b duração da jornada diária total de trabalho. Os sintomas psiquiátricos foram registrados

  16. Projeto de primeiro mundo com conhecimento e trabalho do terceiro?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy de Quadros Carvalho

    1993-04-01

    Full Text Available No artigo procura-se documentar e discutir a relação existente entre atraso tecnológico e uso predatório do trabalho, traçando um paralelo entre o Brasil e os países de industrialização avançada. Na atual fase de aceleração tecnológica, a ampliação do conteúdo inovativo do trabalho é o eixo comum da mudança dos processos de trabalho e constitui importante colaboração à capacidade das firmas de acumularem conhecimento e inovarem. No entanto, no Brasil, uma industrialização marcada pelo baixo grau de capacitação tecnológica contínua associada à predominância de processos de trabalho ainda inspirados em princípios tayloristas, baseados primordialmente no uso de força de trabalho pouco qualificada, mal remunerada e com vínculo de emprego instável. Argumenta-se que esses dois aspectos do atraso brasileiro reforçam-se mutuamente.The purpose of this article is to discuss die links between technological backwardness and the advanced industrialised countries. In the current acceleration of technical change, the content of work tends to be enlarged, to incorporate an innovative componet. Such re-valuation of the intelligence of work is an important source for firm's innovative capability. However, in Brazil, industrialisation has been characterised by a low degree of development of technological fragility reinforces (and is reinforced by the dominance of taylorism principles in the organisation of work, and the use of a workforce which is, generally, little skilled, badly paid and subject to high turnover.

  17. Efeitos do trabalho sobre a saúde de adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frida Marina Fischer

    Full Text Available O estudo analisa conseqüências do trabalho para as condições de vida, saúde e desenvolvimento psicossocial de adolescentes. Participaram do estudo 354 estudantes de 14 a 18 anos, do ensino médio, período noturno. A análise das representações foi realizada a partir da coleta de evocações livres. Os dados sobre sono foram obtidos por meio de questionários, sobre auto-percepções acerca das condições de vida e trabalho, sintomas de saúde e doenças. A análise de dados foi realizada com o software EVOC 2000 e SPSS. Constataram-se diferenças significativas na duração média de sono entre os adolescentes: os trabalhadores relataram menores médias de duração de sono. Entre os trabalhadores, referiram dormir menos os que sentem sono no trabalho e nas aulas, têm maiores exigências psicológicas no trabalho, ganham acima de 1 salário mínimo mensal, jornadas acima de 6 horas diárias ou acima de 20 horas semanais, trabalham em local barulhento e com presença de gases e vapores. As representações do trabalho entre os jovens apontam contradição entre o seu reconhecimento como valor moral positivo para o desenvolvimento psicossocial e a construção da identidade, e as conseqüências negativas decorrentes da exposição a cargas físicas e psicológicas precocemente.

  18. Gestão do trabalho: desenho organizacional, processo estratégico e tipos de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalia Aldraci Barbosa Lavarda

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo é verificar, dentro da gestão do trabalho, como os componentes do desenho e processo estratégico organizacionais se relacionam com os tipos de trabalho desempenhados pela organização. Foi realizada uma pesquisa qualitativa com estudo de caso. As técnicas de coleta de dados foram entrevistas semiestruturadas, análise de documentos e observação direta. A análise de dados baseou-se em pattern-matching e narrativa. Os resultados apontam que, mesmo que as características de cada tipo de trabalho estejam presentes nos casos analisados, há indícios de que novas variáveis precisam ser pesquisadas para explicar a variação dos níveis de racionalidade e a participação no processo estratégico para configurar as diferentes formas de gestão do trabalho.

  19. DA PSICODINÂMICA DO TRABALHO AO DIREITO FUNDAMENTAL AO CONTEÚDO DO PRÓPRIO TRABALHO E AO MEIO AMBIENTE ORGANIZACIONAL SAUDÁVEL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Vieira Wandelli

    2015-10-01

    Full Text Available O presente artigo procura traçar alguns elementos que pretendem articular como, a partir do discurso jurídico, podem ser significados os aportes sobre saúde e trabalho, especialmente aqueles trazidos pela abordagem da Psicodinâmica do Trabalho. Um caminho, assim, que vai dos estudos sobre sujeito, trabalho e saúde até o Direito Constitucional, que afirma como seu fundamento a dignidade humana, indissociável da centralidade antropológica do trabalho; um vínculo expressado pelo direito fundamental ao trabalho que, aqui, se propõe reconstruir a partir do desvelamento de um direito fundamental ao conteúdo do próprio trabalho, articulado ao conceito de meio ambiente organizacional do trabalho

  20. Trabalho e sociedade em transformação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia De Paula Leite

    2000-12-01

    Full Text Available O texto discute as transformações teórico-metodológicas por que vem passando a Sociologia do Trabalho, ressaltando, nesse processo, os limites da visão determinista, bem como a importância dos debates interdisciplinares e do alargamento do olhar daquilo que se passa dentro das fábricas e dos sindicatos para novas tematizações que incluam os estudos sobre o mercado de trabalho e suas segmentações, as diferenças setoriais, as implicações diferenciadas do processo de reestruturação para as distintas empresas das cadeias produtivas, as diferenças entre o processo brasileiro e o dos países do Primeiro Mundo, entre outros.

  1. A terceirização no mundo do trabalho

    OpenAIRE

    Pires, Fabiano

    2013-01-01

    Uma colocação no mercado de trabalho é importante preocupação para maioria da população brasileira. Autores clássicos e contemporâneos se detiveram sobre os estudo das váriaveis que influenciam esse mercado e dedicaram especial atenção à questão do desemprego. entretanto, o desemprego acabou sendo utilizado como desculpa para justificar a precarização nas relações de trabalho, para legitimar a "flexibilização". Uma das ferramentas mais empregadas pela classe patronal e até mesmo pelo poder pú...

  2. INFORMALIDADE E PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO NO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelino Andrade Gonçalves

    2011-11-01

    Full Text Available A informalidade da economia e do trabalho é um assunto amplamente abordado e estudado por várias áreas das ciências sociais. E também tem sido diversas as formas de abordagem metodológica e conceitual para a compreensão do fenômeno. Não havendo sobre o tema uma definição conceitual que seja consenso, o que o torna campo de amplos debates. Com a reestruturação produtiva capitalista em curso, que tem afetado quantitativa e qualitativamente a exploração do trabalho no processo produtivo, sobretudo fabril. A informalidade diversificou-se e conseqüentemente trouxe novos elementos para o debate.

  3. Trabalho com as mãos: Senhor Carvalho

    OpenAIRE

    Ferreira, Ana Rita e Silva Dias

    2012-01-01

    O projeto de mestrado Trabalho com as mãos: Senhor Carvalho propõe o protótipo para uma linha editorial que retrata uma série de ofícios artesanais e em extinção, no espaço português. Este trabalho desenvolve-se desde a pesquisa, investigação e documentação de uma destas profissões – a de um encadernador –, passando pela edição de conteúdos, até ao design e produção gráfica de um livro, num exercício que vai experimentando os vários passos da máquina editorial. A sua form...

  4. O RETORNO DOS JOVENS À ESCOLA: A CENTRALIDADE DO TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Borges Costa

    2016-06-01

    Full Text Available O artigo discute a EJA considerando a centralidade do trabalho no retorno dos jovens à escola. Investigou-se o perfil dos educandos do Proeja-Fic/Pronatec da rede municipal de Goiânia/GO considerando cento e oito questionários formulados pela Divisão de Ensino Fundamental de Adolescentes, Jovens e Adultos aos educandos de uma escola que experimenta a integração entre formação geral e qualificação profissional no ensino fundamental; e 14 (catorze entrevistas com educandos que declararam exercer alguma atividade profissional no momento. A pesquisa foi impulsionada pela reflexão sobre a situação dos jovens trabalhadores, apontando o trabalho enquanto motivação nesse retorno dos jovens à escola.

  5. The Cannibalism of Usina do Trabalho do Ator

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clóvis Dias Massa

    2012-11-01

    Full Text Available This text conjugates the rapprochement between the theatricality of Eastern manifestations and the practice of Usina do Trabalho do Ator (UTA Research Group. We establish links between the theory of reception proposed by Richard Schechner based on rasic theatre and the theatricality of several UTA spectacles. We also examine the way in which the group used cannibalistic procedures in four stagings as well as the role of the audience in their scenic compositions.

  6. O último trabalho de Mário Schenberg

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fleming Henrique

    2001-01-01

    Full Text Available A idéia de que as estruturas matemáticas, como identificadas pela escola Bourbaki, transcendem a matemática e estabelecem uma hierarquia entre as teorias da física, era cara ao grande físico brasileiro Mário Schenberg. Um episódio de sua carreira que ilustra este fato é descrito neste trabalho.

  7. Gênero e Jornada de Trabalho em Assentamentos Rurais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabete Josefa de Melo

    2011-11-01

    Full Text Available Este relatório contém algumas reflexões sobre gênero e jornada de trabalho no âmbito do coletivo de gênero nos assentamentos de reforma agrária no Pontal do  Paranapanema. Foram objetos de investigação os Projetos de Assentamentos Rodeio, Florestan Fernandes e Água Limpa, todos sob a organização do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST.

  8. ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO APLICADA A UM POSTO DE TRABALHO COM SOBRECARGA FÍSICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camilla Rosa Ormelez

    2010-01-01

    Full Text Available A ergonomia pode ser definida como uma ciência do trabalho, sendo útil para a concepção de ferramentas, máquinas, dispositivos a serem usados com segurança e eficácia, bem como na concepção e avaliação de postos de trabalho. O objetivo desse estudo foi avaliar a sobrecarga física de funcionários de uma empresa de hortifrutigranjeiros. O método adotado para a pesquisa foi a AET (Análise Ergonômica de Trabalho, que subdivide-se em análise da demanda, tarefa e atividade para fazer o diagnóstico e as recomendações necessárias. A tarefa a ser atingida é o transporte de caixas de tomate, a análise da atividade foi dividida em nove fases de trabalho e classificadas em quatro categorias segundo o software Win-Owas. O trabalhador analisado passa 51% de sua jornada com uma postura considerada normal, 6% em uma postura que requeria cuidados imediatos onde havia sobrecarga na região lombar, ocasionando dor e que poderia provocar degeneração dos discos articulares e 43% da jornada era realizada com uma postura que deveria sofrer algum tipo de melhoria em curto prazo, por poder ocasionar quadros de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT, devido aos riscos biomecânicos que apresentam na sua execução(repetitividade e força. As principais recomendações foram: a reorganização do trabalho, a implantação de um programa de ginástica laboral preparatória, criação de uma capacitação para organizar a movimentação correta da carga e a criação de um mapa de risco.

  9. Trabalho e riscos de adoecimento: um estudo entre policiais civis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Cristine Cavalcante Anchieta

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar a percepção que os policiais civis do DF têm sobre o seu contexto de trabalho, suas exigências, assim como as vivências e os problemas físicos, psicológicos e sociais causados pelo trabalho, procurando fazer inferências sobre as estratégias de mediação utilizadas para evitar o sofrimento e os riscos de adoecimento. Foi aplicado o Inventário do Trabalho e Riscos de Adoecimento (ITRA em 160 policiais civis, homens e mulheres, recém empossados na Instituição (tempo médio de oito meses de ingresso na Instituição. Os resultados indicaram que, apesar de não ficarem evidentes danos graves à saúde do policial novato, há riscos de acontecerem falhas nas estratégias de mediação em relação a fatores que levam ao adoecimento.

  10. O direito fundamental ao conteúdo do próprio trabalho: uma reconstrução normativa do direito ao trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Vieira Wandelli

    2016-12-01

    Full Text Available Resumo: Pretende-se enfrentar a inefetividade do direito humano e fundamental ao trabalho a partir de um esforço de reconstrução normativa da sua fundamentação, apoiada em um duplo pilar teórico, nas teorias das necessidades e nas teorias do reconhecimento. Com isso, não somente se recupera a importância do vínculo entre trabalho e dignidade humana, como se explicitam aspectos essenciais da centralidade do trabalho para os sujeitos. A partir disso, o direito ao trabalho se desvela não apenas como necessidade radical, tendente à transformação da institucionalidade vigente, mas também como direito positivado em um amplo leque de normas internacionais e nacionais, que contempla diversas dimensões normativas atualmente exigíveis. Propõe-se que, no centro desse direito, está um direito fundamental ao conteúdo do próprio trabalho, que determina juridicamente as condições da atividade e da organização do trabalho. Recente estudo adotado pelo Alto Comissariado em Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU sobre o direito ao trabalho reforça essa compreensão. Palavras-chave: Direitos humanos. Direitos fundamentais. Direito ao trabalho. Psicodinâmica do trabalho. Direito do trabalho.

  11. CONSIDERAÇÕES SOBRE LAZER, TRABALHO E TEMPO LIVRE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz César Teixeira dos Santos

    2008-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é discutir o lazer a partir dos conceitos de trabalho e tempo livre. O tema é abordado com base em estudos recentes que tratam os assuntos relacionados ao lazer em uma perspectiva que sugere, mediante o crescente nível do desemprego em escala global, um aumento significativo do tempo livre do trabalhador. Rifkin (1995, ao tratar da questão do fim do emprego, aponta para um cenário onde milhares de trabalhadores se colocam favoráveis a uma maior disponibilidade para a família e o lazer, ainda que isso signifique uma redução dos níveis de renda. O mesmo autor, no entanto, descortina um sério problema para as futuras gerações, uma vez que, com o declínio das ofertas de emprego, um número maior de homens, sem trabalho (e em conseqüência disso, sem condições materiais tendem a uma situação de miserabilidade, onde a própria condição para o lazer se vê comprometida. Dessa forma, verifica-se que há uma potencialização para a prática do lazer que nem sempre se concretiza, pois as possibilidades para sua efetiva realização não se expandem em proporções similares ao aumento do tempo livre. A temática do lazer se insere ainda em um contexto onde o apelo ao consumo se tornou o principal protagonista da história do mundo contemporâneo. Por isso, o próprio lazer passou a ser visto como uma mercadoria em potencial e, enquanto tal, sujeito às frias e duras regras do mercado.

  12. DA PSICODINÂMICA DO TRABALHO AO DIREITO FUNDAMENTAL AO CONTEÚDO DO PRÓPRIO TRABALHO E AO MEIO AMBIENTE ORGANIZACIONAL SAUDÁVEL

    OpenAIRE

    Wandelli, Leonardo Vieira

    2015-01-01

    O presente artigo procura traçar alguns elementos que pretendem articular como, a partir do discurso jurídico, podem ser significados os aportes sobre saúde e trabalho, especialmente aqueles trazidos pela abordagem da Psicodinâmica do Trabalho. Um caminho, assim, que vai dos estudos sobre sujeito, trabalho e saúde até o Direito Constitucional, que afirma como seu fundamento a dignidade humana, indissociável da centralidade antropológica do trabalho; um vínculo expressado pelo direito fundamen...

  13. O direito fundamental ao conteúdo do próprio trabalho: uma reconstrução normativa do direito ao trabalho

    OpenAIRE

    Wandelli, Leonardo Vieira

    2016-01-01

    Resumo: Pretende-se enfrentar a inefetividade do direito humano e fundamental ao trabalho a partir de um esforço de reconstrução normativa da sua fundamentação, apoiada em um duplo pilar teórico, nas teorias das necessidades e nas teorias do reconhecimento. Com isso, não somente se recupera a importância do vínculo entre trabalho e dignidade humana, como se explicitam aspectos essenciais da centralidade do trabalho para os sujeitos. A partir disso, o direito ao trabalho se desvela não apenas ...

  14. EMPREENDEDORISMO JOVEM: DA ESCOLA PARA O MERCADO DE TRABALHO

    OpenAIRE

    Gomes, Danilo Cortez; Professor de Administração no IFRN - Campus Currais Novos.; de Farias Silva, Luciano Alexandre; Aluno do curso técnico integrado em informática do IFRN - Campus Currais Novos.; D´Anjour, Miler Franco; PPGA/UFRN; Moreno Añez, Miguel Eduardo; PPGA/UFRN

    2014-01-01

    O empreendedorismo jovem apresenta-se como forma de inclusão de jovens no mercado de trabalho e em contrapartida é fator preponderante para promoção do desenvolvimento socioeconômico brasileiro (LIMA-FILHO, SPROESSER, MATINS, 2009). Nesta perspectiva, o objetivo central desse artigo é discutir o ensino do empreendedorismo para os jovens utilizando como “case” o projeto “Empreendedorismo jovem: da escola para o mercado de trabalho” que buscou estimular os alunos do IFRN – Campus Currais Novos ...

  15. Usina do Trabalho do Ator: the recognition of an identity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Tejera Lisbôa

    2012-11-01

    Full Text Available This article describes the main points of the career of the theatre group UTA – Usina do Trabalho do Ator, by making a brief overview of its scenic achievements thus far. We also seek to recognize the more important characteristics of UTA, built and set up along this career, such as the plasticity and musicality of its achievements, dramaturgy itself, a result of the group’s experiments and improvisations, as well as a permanent and careful actor’s research, supported mainly by theatrical anthropology practices.

  16. O sentido social do suicídio no trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Selma Venco

    2010-05-01

    Full Text Available

    Este artigo objetiva debater a ocorrência, na sociedade, de suicídios com vínculo explícito ou suposto com o trabalho. Se, ao longo da história, tais fatos eram registrados entre ocupações que lidavam cotidianamente com situações difíceis como bombeiros, policiais, carcereiros e enfermeiros, mais recentemente estes têm sido observados em ocupações diferenciadas, quais sejam: as expostas a lógicas de gestão pautadas pela individualização na avaliação, pela organização do trabalho, regulada crescentemente pela máxima qualidade da produção e pelo intenso processo de terceirização. Tais fenômenos têm evidenciado precarização e degradação das condições de trabalho como causa do surgimento de novas patologias e, entre elas, o suicídio, no trabalho

    Abstract

    This article aims to discuss the occurrence of suicides link to work. If, through history, such events were recorded between occupations dealing with difficult situations such as firefighters, policemen, prison guards and nurses, more recently they have been observed in different occupations exposed to the logics of individualization management guided by evaluation, work organization, governed increasingly by the highest production quality and intense process of outsourcing. Such processes have shown instability and deterioration of working conditions as the cause of the emergence of new diseases and suicide in the workplace.

     

  17. A eutonia e o trabalho do ator: experimentos

    OpenAIRE

    Fernanda Moretti Pereira de Faria

    2010-01-01

    A proposta da presente pesquisa é a prática corporal da Eutonia como ferramenta de suporte para o trabalho do ator, exemplificado pelo Sistema de K. Stanislavski. Sua leitura permite a assimilação dos conceitos teóricos da Eutonia criada por Gerda Alexander e a compreensão dos resultados práticos, descritos através de um experimento com um grupo de atores em formação. O estudo realizado em uma etapa literária e outra vivencial demonstra as possíveis conexões entre Alexander e Stanislavski. De...

  18. Acidentes de trabalho com mototaxistas Occupational accidents among mototaxi drivers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Rego Amorim

    2012-03-01

    Full Text Available A utilização da motocicleta como meio de trabalho vem contribuindo para o aumento no número dos acidentes de trânsito e se constituindo em acidentes de trabalho para os mototaxistas. O objetivo deste estudo foi estimar a incidência anual de acidentes de trabalho entre mototaxistas cadastrados em Feira de Santana, BA. Trata-se de um estudo de caráter descritivo e censitário. Foram entrevistados 267 profissionais dos 300 cadastrados na Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito - SMTT, através de questionário estruturado. Procedeu-se à análise descritiva e foram estimadas incidências anuais de acidentes de trabalho segundo as variáveis de interesse. Calcularam-se os riscos relativos e, como medida de significância estatística, utilizou-se o teste de qui-quadrado de Pearson e o teste exato de Fisher, adotando-se p The use of motorcycles as a means of work has contributed to the increase in traffic accidents, in particular, mototaxi accidents. The aim of this study was to estimate and characterize the incidence of occupational accidents among the mototaxis registered in Feira de Santana, BA. This is a cross-sectional study with descriptive and census data. Of the 300 professionals registered at the Municipal Transportation Service, 267 professionals were interviewed through a structured questionnaire. Then, a descriptive analysis was conducted and the incidence of accidents was estimated based on the variables studied. Relative risks were calculated and statistical significance was determined using the chi-square test and Fisher's exact test, considering p < 0.05. Logistic regression was used in order to perform simultaneous adjustment of variables. Occupational accidents were observed in 10.5% of mototaxis. There were mainly minor injuries (48.7%, 27% of them requiring leaves of absence from work. There was an association between the days of work per week, fatigue in lower limbs and musculoskeletal complaints, and accidents

  19. Os carregadores de um entreposto de abastecimento: um trabalho precário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aparecida Mari Iguti

    Full Text Available Neste trabalho, entrevistamos 20 carregadores da CEASA de Campinas, enfocando suas condições de vida e de trabalho, em especial relacionado às formas precárias, numa das muitas facetas do mundo do trabalho da atualidade.

  20. 5 anos de trabalho, 10 edições e mais de 100 trabalhos publicados: a identidade da revista Navus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Gomes Carvalho

    2016-01-01

    Full Text Available Um dos principais veículos, se não o principal, para comunicação científica são os periódicos. Portanto, faz sentido estudar uma ou mais revistas científicas. Tais tipos de estudos não são raros na literatura, mesmo na brasileira, podendo citar como exemploMueller e Pecegueiro (2001. Esses estudos são importantes pois apresentam indicadores científicos de produção científica em uma determinada área. Assim, é objetivo do presente trabalho realizar uma análise bibliométrica da revista Navus buscando identificar características significativas da produção científica em gestão e tecnologia. A escolha do referido periódico se justifica primeiramente por publicar majoritariamente trabalhos nacionais, e em segundo por ser uma publicação jovem, trimestral e indexada em importantes bases. Serão apresentados os principais autores, os trabalhos mais relevantes do periódico e as palavras-chave mais utilizadas. Também serão apresentados caminhos para a melhoria da classificação do periódico no sistema Qualis de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível superior. 

  1. Trabalho e educação: um desafio comprometido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iracy Silva Picanço

    1993-06-01

    Full Text Available Não se constitui em tarefa fácil tomar a temática trabalho e educação tendo em vista a proposição de rumos para um plano de educação numa realidade social como a que vivemos. E, em particular, para a realidade educacional baiana nesta conjuntura. É certo que o tema tomou ares de moda no seio dos educadores, fato este comum entre nós para outros temas e em diferentes conjunturas. Quase sempre, nas últimas décadas e em determinados períodos, um tema toma conta das discussões na área para em seguida cair no esquecimento. Mas, ainda que com o risco da moda, entendo que o problema da articulação entre trabalho e educação tem um lugar de dominância quando se procura caminhos para direcionar ou induzir os investimentos e ações no campo educacional.

  2. Assédio moral no trabalho: dilacerando oportunidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdir Machado Valadão Júnior

    Full Text Available O assédio moral é um tema recorrente na literatura de negócios, com perspectivas, embora distintas, convergentes em um aspecto: essa prática deve ser banida das organizações, e, para isso, é necessário compreendê-la em maior profundidade. Nesse sentido, este estudo analisa processos de assédio moral com o objetivo de identificar as divergências e convergências entre as sentenças/processos procedentes verificados na Justiça do Trabalho, bem como analisa os discursos dos autos, das vítimas e dos gestores das organizações responsabilizadas, adotando como referência algumas das categorias de assédio moral. Diferentemente das pesquisas tradicionais, que consideram a perspectiva das vítimas, esta pesquisa vai além ao considerar, também, os gestores das organizações onde ocorreram os casos analisados. A estratégia de pesquisa utilizada é o estudo de caso, a partir da triangulação de dados obtidos com entrevistas com as vítimas e os gestores e análise de documentos. Com esse delineamento, o estudo foi dirigido em duas fases complementares: na primeira realizou-se o mapeamento das ocorrências de assédio moral na Justiça do Trabalho e na segunda analisaram-se dez casos de assédio moral contra mulheres que trabalharam em empresas privadas de grande porte. Os resultados mostram divergências expressivas nas categorias entre a ótica das vítimas e dos gestores Além disso, eles revelam, não apenas nos discursos dos entrevistados, uma miopia em relação às múltiplas causas de assédio moral no mundo do trabalho, mas, também, nos elementos dos processos jurídicos. Com ênfase nos gestores, as contradições e equívocos sobre o tema preocupam, e os álibis naturalizados, em suas expressões e falas, tentam levar a problemática para a margem, utilizando o tom de "brincadeira" e eufemismos.

  3. BEM ESTAR NO TRABALHO: um estudo com trabalhadores de uma rede cooperativista de trabalho médico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Nogueira Coelho

    2017-01-01

    Full Text Available Devido ao tempo de permanência diário dos indivíduos no ambiente de trabalho, torna-se relevante buscar a felicidade, bem-estar e qualidade de vida neste ambiente, marcado por pressões empresariais, cumprimento de metas e exigências do mercado. Sendo assim, esta pesquisa pretendeu identificar a percepção do bem-estar no trabalho na ótica dos profissionais da Unidade Médica Beta, e ainda traçar o perfil sócio-demográfico dos respondentes. Este estudo configura-se como de abordagem quantitativa e caráter descritivo. Utilizando-se de uma survey, executada no local da pesquisa, onde se buscou identificar o estado de bem-estar dos colaboradores da Unidade Médica Beta. O método para a coleta de dados foi através de um questionário composto por 2 blocos: i bem-estar no trabalho e ii perfil sócio demográfico. A população alvo desta pesquisa foram os colaboradores da empresa, dos quais, 65 participaram da pesquisa configurando-se a amostra do estudo. Adotaram-se técnicas estatísticas que foram estabelecidas a partir da formação adequada do instrumento. Utilizaram-se análises estatísticas através do uso do software SPSS versão 20.0, incluindo as seguintes técnicas: Estatística Descritiva e Alpha de Cronbach. Os colaboradores da Unidade Médica Beta se encontram satisfeitos e comprometidos com o seu trabalho, o qual envolve fatores como o grau de felicidade entre os colegas de trabalho e as emoções relativas ao relacionamento com a empresa (SIQUEIRA, 2008. Já, no que diz respeito ao envolvimento do colaborador, observa-se que estes não estão altamente envolvidos, o que tem relação com o grau de identificação com as tarefas executadas.   Because of the time of daily stay of individuals in the workplace, it is crucial to pursue happiness, well-being and quality of life in this environment, marked by business pressures, meeting goals and requirements in general. Thus, this research aimed to identify the perception of

  4. Trabalho e classes sociais Work and social classes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Haddad

    1997-10-01

    Full Text Available Exposição, discussão e refutação das principais tentativas de atualizar a teoria marxista de classes e posterior reavaliação dessa teoria à luz da transformação da ciência em fator de produção e da possível perda de centralidade do trabalho no processo produtivo, tendo por base as interpretações lógicas da obra de Marx feitas por Ruy Fausto.Exposition, discussion and refutation of the main attempts of actualizing marxist class theory and a posterior reevaluation of this theory taking into account the transformation of Science into a factor of production and of the possible centrality-loss of work in the productive process, based on the logic interpretations of Marx's work made by Ruy Fausto.

  5. Rupturas na rede urbana e faces do mercado de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Elias

    2012-07-01

    Full Text Available A mundialização do capital é um grande propulsor de divisão do trabalho. Ao potencializar as condições gerais de produção nas diversas escalas, agrega inúmeros novos espaços para a circulação e produção de bens. Isso repercute territorialmente numa desconcentração da produção, reafirmando cada vez mais a necessidade da divisão técnica e territorial do trabalho, bem como de uma nova maneira de organizá-lo, tendo em vista o fomento da produtividade. A reestruturação dos processos produtivos desencadeia mudanças diversas tanto na reprodução social como na organização do espaço geográfico. No Brasil, especialmente desde a década de 1980, muitos lugares tornam-se atrativos à produção moderna e são incorporados aos circuitos produtivos globalizados de empresas nacionais e multinacionais de diferentes ramos da economia. Entre os resultados, teríamos reestruturações econômicas e territoriais de várias naturezas e magnitudes, imprimindo novas características à rede urbana. No presente artigo temos como objetivo apresentar, a luz da conjuntura atual, alguns dos rebatimentos de tais processos materializados numa cidade de porte médio e respectiva região localizada no semiárido brasileiro. O destaque será dado à conformação da divisão técnica e territorial do trabalho, a partir de dados do mercado de trabalho formal. Abstract RUPTURES AT THE URBAN NETWORK AND FACES OF THE LABOR MARKET The Globalization of the capital is one of the greatest agents propelling the work division. By augmenting the general conditions of production in the diverse scales, it aggregates several new spaces to the circulation and production of goods. This reverberates territorially in the de-concentration of production, reaffirming more and more the need of a technical and territorial of work, as well as a new way of work organization, having in mind the encouragement of productivity. The restructuring of the productive processes

  6. Tratamento do trabalho de parto prematuro Management of preterm labor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Eduardo Bittar

    2009-08-01

    Full Text Available O objetivo principal para o uso de uterolíticos no trabalho de parto prematuro é prolongar suficientemente a gestação para a administração materna de glicocorticoides e/ou realizar a transferência materna para um centro hospitalar terciário. As decisões sobre o uso e a escolha de uterolítico requerem o diagnóstico correto do trabalho de parto prematuro, o conhecimento da idade gestacional, das condições médicas materno-fetais, da eficácia, dos efeitos colaterais e do custo do medicamento. Todos os uterolíticos possuem efeitos colaterais e alguns deles são potencialmente letais. Os estudos sugerem que os agonistas de receptores beta-adrenérgicos, os bloqueadores de cálcio e os antagonistas de receptor de ocitocina são eficazes para prolongar a gestação por pelo menos 48 horas. Dos três agentes, o atosiban (antagonista de receptor de ocitocina possui maior segurança, embora o custo seja elevado. O sulfato de magnésio não é eficaz para prolongar a gestação e apresenta efeitos colaterais importantes. Os inibidores da ciclooxigenase também apresentam efeitos colaterais significativos. Até o momento, não há evidências suficientes para se recomendar o uso de doadores de óxido nítrico para inibir o trabalho de parto prematuro. Não existem fundamentos para o emprego de antibióticos para evitar a prematuridade diante do trabalho de parto prematuro.The main purpose of using uterulytic in preterm delivery is to prolong gestation in order to allow the administration of glucocorticoid to the mother and/or to accomplish the mother's transference to a tertiary hospital center. Decisions on uterolytic use and choice require correct diagnosis of preterm delivery, as well as the knowledge of gestational age, maternal-fetal medical condition, and medicine's efficacy, side-effects and cost. All the uterolytics have side-effects, and some of them are potentially lethal. Studies suggest that beta-adrenergic receptor agonists

  7. TRABALHO INFANTIL ARTÍSTICO: A ILEGALIDADE QUE ENCANTA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Adriana Chaves

    2013-12-01

    Full Text Available O presente estudo tem como objetivo debater a questão do trabalho infanto-juvenil no âmbito artístico, com ênfase em programas televisivos, ao mesmo tempo em que se projetam alternativas e soluções para tal violação por meio dos mecanismos das políticas públicas. A elaboração do raciocínio deste se deu de forma inicial sob as bases históricas que denotaram a visão violenta e repressora destes infantes, para após isso comentar a dimensão da alteração sofrida a partir da adoção da teoria da proteção integral. Nesse sentido, frisou-se o pensamento de combinação entre todos os entes sociais na busca por efetividade dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes, fato este que compunha ao lado das políticas públicas uma associação dupla (jurídico/política para adimplir com os objetivos traçados a estes peculiares seres humanos. Apesar do caráter inicial da pesquisa, buscou-se demonstrar os caminhos compreendidos como mais adequados no combate ao trabalho de crianças e adolescentes, ou seja, entendendo as leis já existentes e os tratados os quais o país ratificou, pois se impõe a necessidade de um pensamento não somente momentâneo, mas também em longo prazo, visando a erradicar essa chaga do corpo cultural brasileiro.

  8. EMPREENDEDORISMO JOVEM: DA ESCOLA PARA O MERCADO DE TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danilo Cortez Gomes

    2014-11-01

    Full Text Available O empreendedorismo jovem apresenta-se como forma de inclusão de jovens no mercado de trabalho e em contrapartida é fator preponderante para promoção do desenvolvimento socioeconômico brasileiro (LIMA-FILHO, SPROESSER, MATINS, 2009. Nesta perspectiva, o objetivo central desse artigo é discutir o ensino do empreendedorismo para os jovens utilizando como “case” o projeto “Empreendedorismo jovem: da escola para o mercado de trabalho” que buscou estimular os alunos do IFRN – Campus Currais Novos quanto à criação de novos negócios relacionados às suas áreas de formação técnica (alimentos e informática, através de uma série de atividades (visitas a empresas dos ramos de informática e alimentos; workshops e palestras; evento; seminários. Esse projeto buscou preencher uma lacuna muitas vezes encontrada no Campus quanto ao conhecimento prático das ações relacionadas à gestão empresarial e criação de novos negócios, bem como da participação mais efetiva das empresas nos eventos da instituição, como forma de dá oportunidade para que estes conheçam as potencialidades existentes nos cursos de informática e alimentos. Além do mais, os trabalhos desenvolvidos no projeto possibilitaram o despertar desses alunos quanto à criação de empresas. O projeto teve duração de sete meses, nos quais as diversas ações foram realizadas paulatinamente.

  9. Novas aborgagens em segurança do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Itiro Iida

    1991-12-01

    Full Text Available Este artigo faz uma revisão crítica de alguns conceitos tradicionais em segurança do trabalho, entre os quais se incluem a teoria do "dominó" e a personalidade com predisposição para acidentes. Mostra as mudanças de abordagens que começaram a ocorrer a partir da década de 70, devidas principalmente ao melhor conhecimento sobre a natureza do erro humano, à mudança qualitativa ocorrida na natureza do trabalho humano e ao aumento potencial de prejuízos em acidentes graves, sem lalar na maior conscientização da população mundial para esses problemas. O assunto já não é tratado apenas no nível subalterno das empresas, passando a fazer parte da política geral de atuação das mesmas, no nível estratégico, a longo prazo.This paper presents a critical review of some traditional work conditions concepts, emphasing the "domino" theory and the personality with accident predisposition. The paper also shows the changes on the work conditions studies approach that have beginned in the seventies, due mainly to the better knowledge about the character of human fails, to the increased losse caused by severe accidentes and to the great changes occuredin the nature of the human work. The subject - work conditions safety - raises nowadays to a theme treated at the strategic level of the companies, being present among the other subjects assigned to company administration responsability, and also present in companies long term politics formulation.

  10. DESDOBRAMENTOS JURÍDICOS DA HOMOFOBIA NO TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Assis Moreira Silva Junior

    2013-10-01

    Full Text Available A diversidade sexual é um desdobramento da diversidade que integra a condição humana, manifestando-se por meio das orientações afetivo-sexuais e das diversas identidades de gênero. O preconceito, a discriminação e a intolerância contra as minorias sexuais continuam marcando presença na sociedade por intermédio da homofobia, inclusive no ambiente de trabalho, em que se materializa, entre outras, na forma do dano moral, do assédio moral e da dispensa discriminatória. Esses atos de violência homofóbica, praticados de forma velada ou declarada, uma vez que contrários ao Direito, devem ser amplamente combatidos. Diante da existência de interesses multifacetados, característica peculiar dessa minoria ou grupo vulnerável, não raro, a tutela jurídica que lhe é dispensada precisa ser distinta, a fim de que haja a satisfação de interesses diferentes. Por ser assim, analisam-se os desdobramentos jurídicos da homofobia na seara juslaboral, bem como os mecanismos de tutela previstos no ordenamento jurídico brasileiro. Para tanto, mostra-se imperioso analisar, primeiramente, quem são as minorias e os grupos vulneráveis, para que se possa identificar corretamente as minorias sexuais e também visitar os conceitos de preconceito, discriminação e intolerância, os quais podem gerar a homofobia. Palavras-chave: Discriminação. Homofobia. Trabalho. Mecanismos de tutela.

  11. Saúde, trabalho e envelhecimento no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Giatti

    Full Text Available O envelhecimento da população tem importante reflexo na composição etária da população economicamente ativa. O objetivo do presente estudo é determinar os diferenciais de saúde dos idosos, segundo sua inserção no mercado de trabalho, após considerar a influência dos fatores sócio-demográficos. Este trabalho incluiu 2.886 idosos do sexo masculino, com 65 anos ou mais de idade, residentes em dez regiões metropolitanas brasileiras e participantes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, Fundação Instituto Nacional de Geografia e Estatística realizada em 1998. A análise incluiu o qui-quadrado e a odds ratio estimado através de regressão logística múltipla. Mais de um quarto dos idosos trabalhava. Em relação aos aposentados, os que trabalhavam eram mais jovens, tinham maior escolaridade e maior renda domiciliar per capita; eles relataram menor freqüência de doenças crônicas, apresentaram menor dificuldade para realização das atividades da vida diária, mas não apresentaram diferenças com relação ao uso de serviços de saúde. Nossos resultados indicam que a saúde e em especial os indicadores de autonomia e mobilidade física são fatores preditivos independentes da permanência na vida ativa em idades mais elevadas.

  12. O contrato-lei no direito do trabalho mexicano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Maria Boschi Aguiar de Oliveira

    2003-12-01

    Full Text Available O presente artigo trata da temáticado Contrato-Lei no Direito do trabalhoMexicano, que na doutrina respectiva éconhecido como Contrato Coletivo Obrigatório.Apesar da diferença de nomenclaturaa legislação trabalhista brasileira tambéminseriu este instituto com a denominaçãode convenção coletiva de trabalho. Uma dasdiferenças específicas entre o institutoadotado pelas leis mexicanas e brasileirasdiz respeito a competência do PoderExecutivo Federal no México para promulgaro decreto respectivo. Porém, a distinçãomais importante refere-se à competência doPresidente da República ou os Governadoresdos Estados, no México, para transformaruma convenção coletiva em Contrato-Lei.The present article is about thetheme of the Contract-Law as part of theMexican Labor Law, which is known as aMandatory Collective Contractin therespective doctrine. In spite of the differencein nomenclature, the Brazilian LaborLegislation also refers to this institute as thecollective labor convention. One of the majordifferences between the institute adopted bythe Mexican and the Brazilian Laws consistsof the competence of the Federal ExecutivePower in Mexico to promulgate therespective decree. However, the mostimportant distinction refers to thecompetence of the President of the Republicor the State Governors, in Mexico, to turn acollective convention into a Contract-Law.

  13. Os velhos-novos desafios do mundo do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geruza Fatima Tomé Sabino

    2009-08-01

    Full Text Available

    Este artigo tem como objetivo apresentar algumas considerações críticas da ofensiva do capital sobre o operariado, que na indústria ou no campo produzem riqueza. A hipótese é a de que para obter controle objetivo e subjetivo sobre a classe trabalhadora operária e, conseqüentemente, desestruturar as bases que fortalecem sua identidade minando sua auto-organização, os representantes do capital elaboram estratégias eficazes como a que Frederick Taylor implementou na chamada “Administração Científica”. O que possibilita a continuidade desta ofensiva ao trabalho é a nova dinâmica mundial de reprodução e acumulação do capital, pautada em tecnologias notadamente flexíveis, que neste estágio, coincide com um adequado modelo de gestão empresarial igualmente flexível: o toyotismo. Esta forma específica de gestão, que se apresenta como um aprimoramento do taylorismo-fordismo, revela que a organização para o trabalho e as relações engendradas neste ambiente ainda são entraves para a obtenção de lucros extraordinários. Por isto, neste estágio, a ofensiva contra a classe trabalhadora é ainda mais intensa e cruel.

  14. Engagement no Trabalho em Residentes Médicos de Pediatria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Regina Teixeira

    Full Text Available RESUMO Objetivos Avaliar os índices de engagement no trabalho em residentes médicos de Pediatria. Métodos Amostra composta por 36 profissionais matriculados no programa de residência médica em Pediatria da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto no ano de 2013. Os dados foram coletados de setembro de 2013 a fevereiro de 2014, utilizando-se a Utrecht Work Engagement Scale (Uwes – Escala Utrecht de Engajamento no Trabalho –, composta por 17 itens de autoavaliação com três dimensões, Vigor, Dedicação e Absorção, além de um escore geral do constructo. Resultados 91,67% eram do sexo feminino; a idade mediana foi de 28 anos (mínimo: 25; máximo: 34; 86,11% eram solteiros; 33,33% tinham renda familiar de 2 a 5 salários, e 44,44%, mais de 10 salários mínimos; 88,89% estavam satisfeitos com o trabalho; e 52,78% já pensaram em desistir do programa. Os índices de engagement variaram de 3,56 a 4,28. A dimensão Dedicação obteve índice alto (4,28±1,12, e as dimensões Absorção, Vigor e Engagement, médios (3,58±1,00; 3,56±0,98; 3,78±0,96. Quanto ao desejo de desistir do programa, ambos os grupos apresentaram índices médios para as dimensões Absorção e Vigor; nas dimensões Dedicação e Engagement, índices médios para os que já pensaram em desistir do programa e altos para aqueles que nunca pensaram em desistir. Sobre a satisfação com o programa, na dimensão Dedicação, os índices foram: alto para os satisfeitos e médio para os não satisfeitos (4,49 e 2,6; as dimensões Absorção, Vigor e Engagement apresentaram índices médios para ambos os grupos – 3,66, 3,68 e 3,92 entre os satisfeitos e 2,95, 2,54 e 2,7 para os não satisfeitos, respectivamente. Conclusão Os residentes em Pediatria da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto apresentaram bons índices de engagement, principalmente no domínio Dedicação. Há um baixo percentual de profissionais com baixo índice de engagement em todos

  15. ANÁLISE ERGONÔMICA DOS POSTOS DE TRABALHO DE OPERADORES DE CAIXA DE SUPERMERCADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucimara Ballardin

    2005-06-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve o objetivo avaliar as condições de trabalho e os postos de trabalho dos operadores de caixa dos principais supermercados da cidade de Santa Maria (RS.Um total de 60 operadores de caixa de 9 supermercados foram incluídos no estudo. A coleta de dados foi realizada através de questionários, mensuração do posto de trabalho (antropometria e mobiliário, observações diretas e aplicação do  check-list. Os resultados demonstraram condições de trabalho prejudiciais à saúde, como longas jornadas de trabalho e alta prevalência de desconfortos músculo-esqueléticos. A sintomatologia foi avaliada pelos trabalhadores como resultado de fatores relacionados ao trabalho, como movimentos biomecânicos de passagem e registro de mercadorias, posturas exigidas pelo posto de trabalho e mobiliário utilizado no posto de trabalho. As observações diretas analisaram as rotinas do trabalho e apontaram os movimentos realizados pelos operadores. A comparação entre medidas do mobiliário e antropometria demonstra incompatibilidade entre os componentes do posto de trabalho. A aplicação do  check-list confirmou o alto  risco de Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao  Trabalho e a necessidade de  melhorias nas condições de trabalho desta categoria profissional.

  16. Envelhecimento funcional e condições de trabalho em servidores forenses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bellusci Silvia Meirelles

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o envelhecimento funcional (capacidade para o trabalho associado às condições de trabalho. MÉTODOS: Responderam ao questionário "Índice de Capacidade para o Trabalho" (ICT, 807 servidores de uma instituição judiciária federal. As condições de trabalho foram analisadas através do método de análise ergonômica do trabalho. RESULTADOS: A maioria das funções estudadas tem predomínio de demandas cognitivas no trabalho. Os diagnósticos mais referidos foram: doenças músculo-esqueléticas (e lesões, neurológicas (incluindo distúrbio emocional, respiratórias, digestivas, dermatológicas e cardiovasculares. Os modelos de análise de regressão logística mostraram que as mulheres, aqueles com maior tempo de trabalho na instituição e os com cargo de auxiliar operacional de serviços diversos têm maiores chances de apresentar ICT baixo ou moderado. CONCLUSÕES: Os resultados ressaltam a necessidade de melhorar as condições de trabalho. Sugere-se a implementação do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho, como exige a Lei 6.514 de 1977.

  17. Paradoxos do capitalismo e trabalho em call centers: Brasil, Portugal e Cabo Verde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinara L. Rosenfield

    Full Text Available O objetivo deste artigo é compreender o contexto do trabalho na chamada sociedade da informação e as diferentes formas de trabalho que nela se desenvolvem, em especial o teletrabalho em call centers. Diante de um novo paradigma tecnológico, característico da era da informação, trata-se de analisar as diferentes configurações do trabalho. O trabalho em call centers parece condensar as ambigüidades de um trabalho informacional com alto controle, o que o colocaria entre as esperanças do pós-taylorismo e os temores do neo-taylorismo. A Teoria Crítica de Axel Honneth permite-nos pensar a experiência do trabalho no seio daquilo que o autor intitula "paradoxos do capitalismo". O significado do trabalho, em sua dimensão social, ganha força ao ser demonstrado que o "novo capitalismo" logra produzir progresso moral, baseado nos legados do Estado Social e do modelo taylorista e fordista de trabalho, e, simultaneamente, produz o seu contrário, ao erodir o alcance emancipador dessas normas e valores. Este estudo analisa o trabalho em call centers em três países de língua portuguesa: Brasil, Portugal e Cabo Verde.

  18. TRABALHO, FORMAÇÃO HUMANA E HEGEMONIA: AS METAMORFOSES DO MUNDO DO TRABALHO E AS POLÍTICAS DE PRODUÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo Leonardo Fonseca da Silva

    2015-12-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo refletir sobre a relação entre os processos de trabalho e a formação humana no contexto das metamorfoses do mundo do trabalho em que emerge o regime de acumulação flexível. Para isso, apoia-se, sobretudo, na revisão de literatura. Baseado nos conceitos de hegemonia, processo de trabalho, políticas de produção e regimes fabris, analisa-se as maneiras pelas quais os modos emergentes de gestão e organização do trabalho se constituem em formas renovadas da pedagogia fabril com desdobramentos e implicações sobre a individualidade do trabalhador.

  19. O TRABALHO E A DINÂMICA TERRITORIAL DO CAPITAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Dornelis Carvalhal

    2012-07-01

    Full Text Available Nos últimos anos há um incremento considerável no emprego industrial em Marechal Cândido Rondon, saltando de 681 empregos formais em 1995 para 2.478 empregos em 2004. Tal crescimento do emprego industrial pode ser compreendido pelo processo da divisão territorial do trabalho, com especializações produtivas em locais determinados, como parecem indicar o número de empregos criados na indústria alimentícia. As determinações podem estar no âmbito das políticas públicas de desenvolvimento local ou decorrentes das estratégias empresariais, de qualquer modo uma determinação não exclui a outra, havendo interação entre as necessidades capitalistas e a gestão territorial pelo Estado. A expansão industrial como expressão mais evidente da própria expansão capitalista promove um conjunto de transformações nos lugares em que ocorre.

  20. A Análise Ergonômica do Trabalho (AET aplicada ao trabalho na agricultura: experiências e reflexões

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Funes Abrahão

    Full Text Available Objetivo: este trabalho resume a experiência do Grupo de Pesquisa em Ergonomia, Trabalho e Agricultura, do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP, sobre a análise do trabalho agrícola com a utilização da Análise Ergonômica do Trabalho (AET. Método: reflexão circunstanciada com base no referencial teórico-metodológico da AET. Resultados: apresentam-se reflexões sobre a utilização da AET em um contexto de pesquisa acadêmica, focado no estudo do trabalho na agricultura, por meio de estudos sobre o trabalho na fruticultura e horticultura orgânica, na colheita manual da cana-de-açúcar, na avicultura de corte, em unidades de beneficiamento de tomates e na colheita florestal. Conclusões: a AET mostrou-se apropriada como um meio de aproximação ao objeto da pesquisa e sua utilização auxiliou na lapidação das hipóteses iniciais e no detalhamento dos procedimentos metodológicos.

  1. Considerações sobre cuidado paliativo e trabalho hospitalar: uma abordagem plural sobre o processo de trabalho de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel de Simoni

    2003-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é apresentar o esforço de síntese dos autores sobre material de pesquisa em cuidados paliativos e bibliografia estudada. Inicialmente, apresentamos algumas considerações sobre cuidado paliativo em dois países estruturalmente distintos, Brasil e França. A discussão está centrada nas experiências de pesquisa dos autores em um serviço de AIDS no Brasil e em um serviço de Medicina Interna na França, que adotava a lógica dos cuidados paliativos e abrigava predominantemente pacientes com AIDS e câncer. Abordamos, em seguida, aspectos referidos à dor e à morte, considerando conceitos da Bioética e a dimensão relacional do cuidado em saúde. Os conceitos assinalados são os de justiça, autonomia, beneficência e não-maleficência. Concluímos, apresentando algumas possíveis contribuições da Ergonomia e da Psicodinâmica do Trabalho na área de Cuidados Paliativos, considerando especialmente a dimensão psicológica deste debate.

  2. Considerações sobre Psicologia, trabalho e cotidiano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Regina Vargas Mansano

    2017-11-01

    Full Text Available A Psicologia Organizacional pode ser considerada uma das áreas de intervenção mais consolidadas no âmbito da Psicologia no Brasil, sendo que seus profissionais são requisitados de maneira recorrente para atuar junto ao setor de Recursos Humanos. Ao mesmo tempo, o cenário laboral contemporâneo continua a reproduzir e a sofisticar uma sistemática exploração dos trabalhadores, tanto no que diz respeito ao tempo de trabalho (cada vez mais ampliado pelas tecnologias de comunicação e controle quanto em relação às dimensões subjetivas que são colocadas a serviço da produção. O presente estudo propõe um debate sobre a inserção do psicólogo no setor de Recursos Humanos, problematizando três dimensões: a complexa relação estabelecida entre trabalhadores e organizações, a concepção de homem adotada por tais profissionais e o papel ético e político da psicologia diante das exigências laborais contemporâneas. Como conclusão parcial, consideramos que cabe a este profissional a difícil tarefa de abrir brechas no sistema rígido de acumulação e competitividade que predomina nas organizações capitalistas para apoiar e sustentar formas de intervenção que privilegiem a expansão vida e suas variações subjetivas.

  3. A ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO NO COMBATE À EXPLORAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Brito Silva

    2017-12-01

    Full Text Available O presente trabalho tem por escopo a análise da atuação do Ministério Público do Trabalho contra o trabalho infantil, com base nos instrumentos utilizados pelo Órgão Ministerial na busca pela erradicação do trabalho desempenhado por menores. Deste modo, objetivou-se ponderar sobre a influência das normas internacionais de proteção aos menores na legislação pátria, ressaltando os principais pontos de proteção. Além disto, imperioso ressaltar a legitimidade e os instrumentos de atuação utilizados pelo Ministério Público do Trabalho na busca pela fiscalização e erradicação do trabalho infantil. Por fim, buscou-se examinar os principais dados sobre o trabalho infantil no país, mostrando a realidade brasileira e quais têm sido as políticas públicas desenvolvidas no afã de reduzir e até mesmo extinguir os postos de trabalho que empregam menores.   Palavras-chave: Trabalho Infantil. Ministério Público do Trabalho.  Proteção ao menor.    The present work has as scope the analysis of the performance of the Public Ministry of Labor against child labor, Based on the instruments used by the Ministerial Body in the quest for the eradication of child labor. That way the objective was to consider the influence of international norms of protection to minors in the national legislation, highlighting the main points of protection. In addition, It is imperative to emphasize the legitimacy and the instruments of action used by the Public Prosecutor's Office in the search for the control and eradication of child labor. Lastly, It was sought to examine the main data on child labor in the country, Showing the Brazilian reality and what public policies have been developed in the effort to reduce and even extinguish jobs that employ minors.   Keywords: Child labor. Ministry of Labor. Protection of minors.

  4. Work, precariousness and unionism: workers and work cooperatives Trabalho, precarização e sindicalismo: os trabalhadores e as cooperativas de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacob Carlos Lima

    2007-05-01

    Full Text Available The objective of this article is to discuss the precarious employment conditions at employee ownership and the role of unions face to this new situation. Cooperatives have multiplied all over the country and the assumed self-management in cooperatives is used, in great measure, as a way of lowering costs. After a period of hesitation facing the new reality, and still oriented according to different areas, industrial sectors and political orientation, unions have been classifying cooperatives in true or false. True cooperatives have the support of unions while false cooperatives, which include greater number of workers, are combated or simply ignored. Keywords: Workers cooperatives. Flexible work. Self-management. Unionism. Este artigo tem como objetivo discutir a terceirização industrial e a precarização do trabalho a partir da recuperação de uma forma de organização do trabalho descontextualizada de seus objetivos originais: o trabalho autogestionário em cooperativas de trabalho e os sindicatos frente a essas cooperativas. Muito disseminada pelo país a pretensa autogestão em cooperativas é utilizada, em grande medida, como forma de barateamento de custos empresariais. Após período de hesitação frente a esse quadro, a atuação sindical incide sobre uma classificação que visa separar os empreendimentos autogestionários entre verdadeiros ou falsos. Ainda que com posturas diferenciadas por ramos, setores produtivos e orientações específicas, as centrais sindicais têm apoiado aquelas consideradas cooperativas verdadeiras e combatido as que consideram falsas e que, ironicamente, englobam maior número de trabalhadores, e que terminam sendo ignorados pelo sindicato. Palavras-chave: Cooperativas de trabalho. Trabalho flexível. Trabalho autogestionário. Sindicalismo.

  5. Crise do trabalho hoje: desenvolvimento tecnológico, instabilidade do emprego e crise do capitalismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurilio Lima Botelho

    2016-06-01

    Full Text Available O artigo procura retomar o tema da crise do trabalho discutindo três dimensões: o papel do desenvolvimento tecnológico na eliminação de postos de trabalho; a constante transformação nos processos produtivos que cria instabilidade no emprego e a improdutividade progressiva da força de trabalho mundial. Essas reflexões são a base para uma discussão mais ampla sobre a crise da sociedade do trabalho, isto é, a contradição estrutural que enfrentamos hoje de uma sociedade que tornou o trabalho como mecanismo básico de socialização, mas mobiliza todos os meios para eliminá-lo.

  6. Walter Benjamin e Paris: individualidade e trabalho intelectual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Ortiz

    2000-05-01

    Full Text Available Este artigo é uma leitura do texto de Walter Benjamin Paris capital do século XIX. A partir do conjunto de anotações que Benjamin faz de diversos livros consultados, principalmente durante sua pesquisa na Bibliothèque Nationale, o autor pretende trabalhar a noção de indivíduo vinculando-a a dois temas. Primeiro, a emergência do flâneur como tradução do espírito de mobilidade que se inaugura com a modernidade. Para isso a discussão sobre a noção de espaço, particularmente no que diz respeito a cidade de Paris, é importante. O flâneur surge assim como um indivíduo desenraizado que se locomove através do espaço urbano remodelado. Segundo, uma aproximação entre o ato da flânerie e o trabalho intelectual. Considerando a flânerie como uma atividade intelectual o autor mostra como os temas do distanciamento e da construção do objeto são relevantes tanto para o flâneur-detetive quanto para a reflexão nas ciências sociais.This paper is an interpretation of Walter Benjamins Paris, Capital of the 19th Century. Based on the notes Benjamin made on several books he read, mainly during his research at the Bibliotèque Nationale, the author discusses the notion of the individual linking it to two themes. First, to the emergence of the flâneur as a translation of the spirit of mobility which starts with modernity. The discussion on the notion of space, especially where it concerns Paris, is essential for this analysis. The flâneur is seen as an uprooted individual who moves around the remodelled urban space. Second, to the proximity between the act of flânerie and that of intellectual work. Taking flânerie to be intellectual activity, the author shows how the themes of the distancing and the construction of the object are relevant, both to the detective-flâneur and to the reflection in social sciences.

  7. O trabalho visto de baixo Work viewed from below

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Mello e Silva

    2005-11-01

    Full Text Available O texto detém-se sobre um tipo particular de organização do trabalho, chamado de células de produção, aplicado em fábricas do ramo de confecção em São Paulo, focando a experiência das operárias que trabalham sob esse formato. Vários aspectos são ressaltados a partir dele, tais como o sistema de remuneração, a regulação do/pelo grupo, o treinamento e as exigências de qualificação, a flexibilidade produtiva e o significado, para o grupo operário, do deslocamento geográfico de unidades de produção. Tais aspectos aparecem como contraponto à experiência coletiva que conformou uma identidade de classe, hoje em processo de aparente decomposição. Uma das razões para isso seria o sucesso de iniciativas privativas e confinadas ao espaço da empresa, das quais as células de produção são um exemplo. A descrição pormenorizada de casos concretos pretende contribuir com alguns elementos para uma apreciação compreensiva do fenômeno e suas implicações teóricas para o debate sobre as classes sociais.This paper approaches a particular type of work organization called production cells. That model is analized in its application through plants in the garment industry, in the state of São Paulo, Brazil. It focused on the working women experience under that work model, from which some aspects are stressed in this paper such as the payment system, the regulation of work by/of the worker's group, the training and its skill features, the productive flexibility, and the meaning of the geographical plant de-localisation to the worker group itself. Such aspects appear to be a counterpoint to the collective experience that moulded class identity in the past and that is, nowadays, being destroyed. One of the reasons for that fact is supposed to be the well-established private initiatives made by companies related to their workforce. This kind of strategies, among which production cells are a good example, circumscribe the labor

  8. Coletivos de trabalho, inserção e formação: o caso dos juízes do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Genilza Evaristo Machado

    Full Text Available O artigo propõe-se a refletir sobre os processos de inserção profissional e formação continuada de juízes do trabalho de um Tribunal localizado na Região Norte do Brasil, colocando em destaque, a partir da contribuição de algumas abordagens clínicas do trabalho, a função que os coletivos de trabalho podem desempenhar nesses processos. O artigo baseia-se em pesquisa qualitativa, da qual participaram treze juízes, por meio de entrevistas individuais semiestruturadas, examinadas pela técnica da análise de conteúdo temática. Os resultados evidenciam que a inserção na magistratura é marcada por dúvidas, receios, medos e inseguranças, e que sua formação continuada se vê prejudicada pelo aumento do volume de tarefas que consomem a jornada de trabalho, avançando em uma faixa do tempo extratrabalho. Tais dificuldades são enfrentadas na solidão ou, quando muito, com o apoio de um círculo muito restrito de pares. Sugere-se que as dificuldades seriam mais bem geridas caso os coletivos de trabalho se mostrassem mais receptivos.

  9. Atuação do Ministério Público do Trabalho relacionada à saúde do trabalhador e meio ambiente de trabalho na Justiça do Trabalho (2000-2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Da Cunha Diniz

    2016-03-01

    Full Text Available O estudo analisa as sentenças proferidas nas Ações Civis Públicas propostas pelo Ministério Público do Trabalho nas Varas Trabalhistas da 10ª Região (Distrito Federal e Tocantins, relacionadas à saúde do trabalhador e meio ambiente de trabalho, no período de 2000 a 2014, verificando suas características e a repercussão da Emenda Constitucional nº 45, de 2004. Trata-se de pesquisa quantitativa e qualitativa, por meio de banco de dados secundário, do sítio do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região. Das 633 sentenças proferidas, 70 tratam de saúde do trabalhador e ambiente de trabalho, notando-se intensificação da atuação do Ministério Público do Trabalho após a Reforma do Judiciário. Quanto à atividade econômica da empresa demandada, predominou a construção civil e atividades relacionadas a ela; quanto ao objeto, houve predomínio de inobservância dos limites legais para duração da jornada de trabalho. Quando à norma jurídica, foram invocadas com maior frequência os artigos da Constituição e a norma relacionada com equipamento de proteção individual. Verificou-se elevada frequência de deferimento da antecipação dos efeitos da tutela e julgamento com procedência da ação. Apesar dessa atuação, os índices de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais têm progredido tanto em nível regional quanto nacional, exigindo coalizão do poder público em prol dessa questão de saúde pública.

  10. Vivências de sofrimento e prazer no trabalho de gerentes de banco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Augusta Cunha de Oliveira Máximo

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo discutir as vivências de sofrimento e prazer no trabalho de gerentes de bancos públicos e privados da cidade de João Pessoa, Paraíba. Para tanto, a psicodinâmica do trabalho foi utilizada como referência teórica principal, tendo em vista a articulação dos materiais produzidos em campo com o que a abordagem ensina sobre o sujeito no trabalho, especificamente no que diz respeito à relação complexa entre sofrimento, prazer e trabalho. Para as análises apresentadas, consideram-se as transformações no trabalho gerencial e nos modos de gestão e de funcionamento dos bancos ocorridos nas últimas décadas. Foram realizadas 16 entrevistas com pessoas que exerciam gerências gerais ou intermediárias, analisadas através da análise de conteúdo temática. Os resultados evidenciaram que os seguintes elementos se colocam como fonte de prazer ou de sofrimento: o trabalho com clientes e outros funcionários, o reconhecimento ou a ausência de reconhecimento desse trabalho, a estrutura organizacional, a carga de trabalho e a pressão por resultados, a autonomia ou a falta de autonomia para tomar decisões e a remuneração. Tais resultados demonstram que a relação entre a organização do trabalho e o sujeito está em contínuo movimento, em equilíbrio dinâmico.

  11. Oferta de trabalho, comportamento criminal e redistribuição de renda

    OpenAIRE

    Santos, Marcelo Rodrigues dos

    2007-01-01

    Este trabalho desenvolve e calibra um modelo de equilíbrio dinâmico de crime. O objetivo É estudar e quantificar os determinantes do comportamento criminal: aparato de polícia, condições do mercado de trabalho, perfil etário da população, composição do capital humano, crescimento econônomico e desigualdade de renda. Diferentemente dos trabalhos anteriores, o modelo considerado aqui leva em conta a decisão individual sobre lazer. Isso permite capturar as diferenças no padrão da ofe...

  12. Formas duradouras e formas emergentes de trabalho precário entre os jornalistas brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeferson Bertolini

    2015-08-01

    Full Text Available Este artigo busca dimensionar o conceito de trabalho precário entre os jornalistas brasileiros. O texto indica que a categoria sempre esteve exposta a formas precárias de trabalho, mas que o problema se agravou nos últimos 10 anos, com as tecnologias digitais: elas redefiniram o perfil do profissional e reordenaram o modelo de negócio das empresas do setor. O manuscrito, baseado em levantamento bibliográfico e experiência de campo, lista oito formas duradouras e oito formas emergentes de trabalho precário no jornalismo.

  13. Stress relacionado com o trabalho e burnout em técnicos de radiologia

    OpenAIRE

    Melo, Sandra da Piedade Gonçalves de

    2012-01-01

    RESUMO - O fenómeno stress relacionado com o trabalho é um tema atual, bastante debatido e alvo de diversas investigações. No entanto, os estudos portugueses sobre o stress relacionado com o trabalho em profissionais de saúde não são muito frequentes, apesar de desempenharem uma atividade considerada de alto risco em termos de stress. O síndrome de burnout é a consequência de prolongados níveis de stress relacionado com o trabalho e compreende três dimensões: exaustão emocional (EE), despe...

  14. Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a educação infantil

    OpenAIRE

    Patricia Frageri

    2016-01-01

    Este artigo teve como tema a Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a Educação Infantil e a pesquisa foi realizada na escola Gente Feliz de Sinop. A investigação teve como objetivo conhecer em que consiste a metodologia de trabalho pautada na pedagogia de projetos, e suas interfaces, no contexto da educação infantil. Os instrumentos de pesquisa foram entrevista e questionário com duas professoras. Os resultados mostram que a instituição prioriza a metodologia de trabalho por p...

  15. O PROFESSOR DAS ESCOLAS DO CAMPO: TRABALHADOR DE MÚLTIPLAS JORNADAS DE TRABALHO

    OpenAIRE

    Odimar J. Peripolli; Alceu Zoia

    2014-01-01

    As crescentes transformações socioeconômicas e o desenvolvimento do modo de produção têm provocado mudanças significativas no mundo do trabalho. As mudanças se fazem sentir também na escola. Neste trabalho nos propomos trazer para a reflexão um pouco da realidade da educação do campo, mais especificamente, as condições de trabalho do professor. Trabalhador dividido entre os muitos afazeres. Na roça: o camponês-professor e, na escola/ sala de aula: o professor-camponês. Em ambas as atividades,...

  16. Economia solidária: possibilidade de (rehumanização do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clesar Luiz Loch

    2008-07-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2008v10n20p57 Este ensaio teórico busca suscitar algumas reflexões acerca do trabalho compreendido como elemento constitutivo do homem, porém, condicionado pela formação societal onde se insere. O trabalho pode ser concebido como fonte de criação, transformação e emancipação humana, como pode também assumir seus aspectos mais negativos, aqueles relacionados a tripalium. No modo de produção capitalista, onde o trabalho é concebido essencialmente como mero fator de produção, emergem suas conotações negativas. Por outro lado, princípios de modelos alternativos como o da economia solidária, de igualdade, de autonomia, por exemplo, podem representar um resgate da humanização do trabalho.

  17. Adaptabilidade do tempo de trabalho, banco de horas e horário concentrado

    OpenAIRE

    Verdasca, Daniela Vieira

    2017-01-01

    No presente trabalho pretendemos analisar os regimes de adaptabilidade, banco de horas e horário concentrado, bem como ponderar a sua contribuição para os princípios sempre presentes na temática da duração do trabalho, que por vezes se revelam antagónicos: a proteção do trabalhador, a tutela da sua saúde e da sua vida familiar e pessoal, uma vez que estes mecanismos permitem a variação do tempo de trabalho e logo dos tempos de não trabalho, e a salvaguarda dos interesses de gestão, sendo que ...

  18. Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a educação infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Frageri

    2016-12-01

    Full Text Available Este artigo teve como tema a Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a Educação Infantil e a pesquisa foi realizada na escola Gente Feliz de Sinop. A investigação teve como objetivo conhecer em que consiste a metodologia de trabalho pautada na pedagogia de projetos, e suas interfaces, no contexto da educação infantil. Os instrumentos de pesquisa foram entrevista e questionário com duas professoras. Os resultados mostram que a instituição prioriza a metodologia de trabalho por projetos e que as professoras estão familiarizadas com essa metodologia buscando construir junto com as crianças as práticas pedagógicas diárias. Palavra-chave: educação infantil; Pedagogia de Projetos; metodologia de trabalho.

  19. Ambiente, saúde e trabalho: temas geradores para ensino em saúde e segurança do trabalho no Acre, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josina Maria Pontes Ribeiro

    Full Text Available O artigo apresenta ambiente, saúde e trabalho como temas geradores necessários à construção de uma tecnologia social para educação profissional, considerando a ergologia como perspectiva de análise, e, o diálogo, como estratégia de ensino em Saúde e Segurança no Trabalho para Agentes de Combate a Endemias em Rio Branco, Acre, Brasil. A definição dos temas geradores é resultado do diálogo entre pesquisadores de diferentes áreas, trabalhadores que atuam ou atuaram no combate às endemias, bem como de discentes e docentes do Curso Técnico em Segurança do Trabalho no Instituto Federal do Acre (IFAC, mediante exercício de atividades de ensino, pesquisa e extensão. As pesquisas histórica e documental permitiram que se estabelecessem os nexos entre os projetos de desenvolvimento que impactaram significativamente o ambiente e as relações de trabalho na saúde daí resultantes.

  20. Análise de fatores associados ao significado do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Hideo Kubo

    2012-12-01

    Full Text Available O trabalho tem sido visto não somente como forma de obter a renda, mas também como atividade que proporciona realização pessoal, status social e possibilidade de estabelecer e manter contatos interpessoais, entre outros. Nesta pesquisa, teve-se como objetivo investigar os fatores que influenciam e conferem sentido ao trabalho, como centralidade do trabalho, normas da sociedade e objetivos e resultados valorizados. Na centralidade do trabalho, procurou-se investigar o grau de importância do trabalho dentro do contexto das diversas áreas da vida das pessoas, como família, lazer, religião e vida comunitária. Em normas da sociedade, foram analisados os pontos mais significativos no tocante ao que a sociedade deveria proporcionar ao indivíduo, assim como o que o indivíduo deveria fazer em prol da sociedade. Nos objetivos e resultados valorizados, foi pesquisado o que as pessoas buscam com o trabalho. A partir da pesquisa na literatura, foi elaborado um modelo inicial que, não se mostrando satisfatório segundo critérios estatísticos, foi substituído por outro que apresentou significância estatística e boa aderência aos dados. O modelo escolhido foi o que melhor goodness-of-fit apresentou, quando se utilizou modelagem de equações estruturais pelo método partial least square. O estudo revelou que o significado do trabalho se reflete, na ordem, na centralidade do trabalho, nos objetivos e resultados valorizados e, por último, nas normas sociais.

  1. Dimensões e indicadores da qualidade de vida e do bem-estar no trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleide Aparecida da Silva

    Full Text Available Investigou-se a influência de dimensões da qualidade de vida e bem-estar no trabalho (salários e benefícios; oportunidades de uso e desenvolvimento das próprias competências; condições físicas e de segurança no ambiente de trabalho; relacionamento e comunicação entre supervisores e empregados; relacionamento interpessoal com colegas de trabalho sobre seus indicadores (comprometimento organizacional afetivo, satisfação no trabalho, afetos positivos dirigidos ao trabalho. Duzentos e oitenta e quatro empregados do setor elétrico estatal responderam a escalas de avaliação dos diferentes construtos investigados. As oportunidades de uso e desenvolvimento das próprias competências foram o principal preditor positivo dos três indicadores considerados. Tais oportunidades caracterizam-se como um recurso motivacional do contexto laboral que influencia positivamente os indicadores da qualidade de vida e bem-estar no trabalho.

  2. Enfermeiros do trabalho: experiência interdisciplinar em saúde do trabalhador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Inês Thier Roloff

    Full Text Available RESUMO Objetivo: analisar a relação profissional dos enfermeiros do trabalho com os demais integrantes do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT e caracterizar ações conjuntas desses profissionais em saúde do trabalhador. Método: qualitativo, exploratório e descritivo, com 34 profissionais de sete empresas da Macrorregião Sul, Rio Grande do Sul. Realizadas entrevistas e observações para Análise de Conteúdo de Bardin. Resultados: os SESMTs são multiprofissionais e intersetoriais. Os enfermeiros possuem relações de trabalho de natureza interpessoal, técnica/jurídica, de gestão e logística/organizacional, influenciadas pela divisão tanto técnica do trabalho quanto do próprio ambiente de trabalho da equipe, o que distancia áreas, gera conflitos e fragmenta as ações do serviço. Conclusão: há desafios para que o SESMT desenvolva um trabalho condizente com os seus objetivos legais, uma vez que equipe e empresas precisam compreender a importância da interdisciplinaridade para o sucesso das ações na atenção à saúde e segurança do trabalhador.

  3. Enfrentamentos experienciados por homens que vivem com HIV/Aids no ambiente de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julyana Gomes de Freitas

    2012-06-01

    Full Text Available Objetivou-se apreender situações de enfrentamento experienciadas por homens que vivem com HIV/aids no ambiente de trabalho. Estudo qualitativo realizado em ambulatório especializado em Fortaleza-Ceará, de março a junho de 2010, com onze homens infectados pelo vírus. Utilizou-se entrevista semiestruturada, audiogravada, sendo os depoimentos categorizados mediante análise de conteúdo, cujas categorias foram: Afastamento do trabalho em virtude da infecção; Subterfúgios para omissão da doença; Desrespeito ao sigilo no ambiente de trabalho; Sofrimento associado ao medo da rejeição e do preconceito; Formas de enfrentamento após o diagnóstico da doença e a importância do trabalho para a realização pessoal. Concluiu-se que os homens infectados pelo HIV enfrentam situações contraproducentes no ambiente de trabalho, evidenciadas principalmente pelo temor da descoberta da infecção e pelo preconceito. Associadas ao enfrentamento, as ausências para o acompanhamento em saúde interferiram no desempenho do trabalho que implicariam no risco de perda do emprego.

  4. A CENTRALIDADE DO TRABALHO E A TROCA ORGÂNICA ENTRE HOMEM E NATUREZA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andre André Luis Amorim de Oliveira

    2013-12-01

    Full Text Available Dentro do contexto da Terceira Revolução Industrial, marcada pela crise estrutural do capital, a centralidade do trabalho permanece sendo uma referência importante no que tange à compreensão histórica geográfica do papel da força de trabalho frente às mutações impostas pelo capital. Este artigo procura resgatar (e contribuir com alguns elementos importantes no que se refere à centralidade do trabalho num momento decisivo em que o capital tem exigido, cada vez mais, novos aparatos de gestão da força de trabalho, o que significa a ampliação da precarização do trabalho. Apresentamos também como elemento importante deste contexto uma aproximação do debate sobre a relação entre homem e natureza, considerando a centralidade do entendimento sobre o trabalho e sua polissemia.

  5. VALORES RELATIVOS AO TRABALHO EM UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE ENSINO SUPERIOR.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Alves Pacheco de Campos

    2017-08-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo identificar a estrutura de valores relativos ao trabalho em uma instituição pública de ensino superior. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva, de caráter quantitativo, cujos resultados demonstraram que os valores encontram-se hierarquizados segundo a seguinte estrutura: Estabilidade e Realização no Trabalho, Relações Sociais e Prestígio. As mulheres diferiram dos homens em relação à ênfase na busca por realização e estabilidade. Indivíduos com idade superior à idade média buscam sucesso profissional e poder de influência, concomitantemente com a manutenção de relações sociais positivas no trabalho. Servidores com mais tempo de cargo buscam a realização no trabalho. Por fim, a realização desta pesquisa forneceu importantes contribuições à gestão considerando que, a partir da compreensão dos valores relativos ao trabalho as organizações podem direcionar seus esforços e práticas à manutenção de um ambiente de trabalho voltado à realização das metas dos seus funcionários.

  6. Estudo do trabalho e do trabalhar no Nucleo de Apoio a Saude da Familia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Selma Lancman

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Compreender características da organização, das condições de trabalho e das vivências subjetivas relacionadas ao trabalhar de dois núcleos de apoio à saúde da família. MÉTODOS Estudo de caso realizado entre 2011 e 2012 em dois núcleos de apoio à saúde da família de São Paulo, SP. Para coleta e análise dos dados, utilizaram-se referenciais teórico-metodológicos da ergonomia e da psicodinâmica do trabalho pautados, respectivamente, na análise ergonômica do trabalho, desenvolvida a partir de observações abertas de diversas tarefas e de entrevistas e na ação em Psicodinâmica do Trabalho, realizada por meio de grupos de reflexão sobre o trabalho. RESULTADOS O trabalho dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família estudados era constituído a partir de ações diversificadas e complexas devendo ser compartilhado entre profissionais e equipes envolvidas. Eram utilizadas ferramentas tecnológicas inovadoras, pouco adotadas pelos profissionais da atenção primária em saúde, e os parâmetros e instrumentos de produtividade não davam conta da especificidade e complexidade do trabalho realizado. Tais situações exigiam rearranjos organizacionais constantes, sobretudo entre os Núcleos de Apoio e as Equipes de Saúde da Família, provocando dificuldades na realização do trabalho e na própria constituição identitária dos profissionais estudados. CONCLUSÕES Procurou-se dar maior visibilidade aos processos de trabalho do Núcleo de Apoio à Saúde da Família de forma a contribuir para avanços da política pública de atenção primária à saúde. A introdução de mudanças no trabalho é antes de tudo um compromisso que deve ser permanente e contemplar todos os atores envolvidos.

  7. Os Fundamentos da Caracterização do Direito ao Bom Ambiente do Trabalho como Direito Fundamental

    OpenAIRE

    Pes, João Hélio Ferreira

    2016-01-01

    Este trabalho objetiva verificar quais são os fundamentos da caracterização do direito ao bom ambiente do trabalho como direito fundamental. Inicialmente, conceitua o direito ao bom ambiente do trabalho. Logo a seguir, menciona a diferenciação entre fundamentalidade formal e fundamentalidade material do direito ao bom ambiente do trabalho à luz da teoria pós positivista. Por fim, apresenta alguns fundamentos substanciais da caracterização do direito ao bom ambiente do trabalho como direito fu...

  8. A relação trabalho-família: um estudo qualitativo com trabalhadores da economia da partilha

    OpenAIRE

    Loução, Sofia Gonçalves de Jesus

    2017-01-01

    O trabalho na economia de partilha surge como um dos modelos de trabalho contingente que tem vindo a proliferar no contexto da crescente globalização e de múltiplos desenvolvimentos tecnológicos. Todavia, este tipo de trabalho carece de uma análise científica, especialmente para o caso português. Este estudo explora as características deste tipo de trabalho e foca particularmente na relação trabalho-família em trabalhadores da economia da partilha, sendo que desenvolve uma refl...

  9. No trabalho voluntário: estudo das relações entre comprometimento organizacional e desenho do trabalho em ongs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Washinton José de Souza4

    2011-01-01

    Full Text Available Este trabalho é um estudo sobre a relação do comprometimento com o desenho do trabalho segundo a percepção de trabalhadores voluntários de Organizações Não Governamentais (ONGs. O referencial teórico apresenta os enfoques unidimensionais e multidimensionais do comprometimento, bem como de seus antecedentes, dentre eles o desenho do trabalho. A amostra foi composta por 14 instituições, onde foram entrevistados 236 voluntários. Para diagnosticar o desenho do trabalho foi utilizado o modelo de Hackman e Oldham (1980 e para mensurar o comprometimento organizacional foi utilizado o instrumento de Medeiros (2003. A análise de dados foi feita utilizando-se análise fatorial e análise de regressão. A análise fatorial identificou cinco dimensões latentes de desenho do trabalho e sete dimensões latentes do comprometimento. Com essas análises foi possível identificar diversas relações mostrando a influência das dimensões latentes do desenho do trabalho sobre algumas dimensões do comprometimento organizacional, dentre elas: o feedback de agentes e a autonomia de planejamento influem positivamente no comprometimento afiliativo.Abstract This is a study on organizacional commitment and the job design, in voluntary workers of non-governmental Organizations. It prioritizes the revision of literature in the study of the organizacional commitment, with its antecedents, correlates and consequences, beyond its unidimentionals and multidimentionals models of evaluation. The sample was composed of 14 institutions, where they were interviewed 236 volunteers. To diagnose the design work was used in the model of Hackman and Oldham (1980 and to measure the organizational commitment was used Medeiros (2003. The data analysis was performed using factor analysis and regression analysis. The factor analysis identified five dimensions of latent design of work and seven latent dimensions of commitment. With these tests it was possible to identify

  10. Facilitadores e barreiras de retorno ao trabalho de trabalhadores acometidos por LER/DORT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Henrique Santos Saldanha

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT causam afastamento do trabalho de uma grande parcela de trabalhadores. OBJETIVO: Entender e sistematizar de que forma os fatores relacionados ao retorno ao trabalho (RT de trabalhadores acometidos por LER/DORT são descritos na literatura como facilitadores ou barreiras. MÉTODOS: Revisão crítica de literatura do período de janeiro de 2005 a outubro de 2010 disponível nas bases Lilacs, MedLine e SciELO. As informações foram sistematizadas em três categorias de fatores que influenciam o RT e como facilitadores ou barreiras - de ordem pessoal, de ordem organizacional e relacionadas às características dos serviços, sistemas e políticas. RESULTADOS: Dos 633 artigos inicialmente levantados, 21 atenderam aos critérios de inclusão. Fatores identificados como mais relevantes: de ordem pessoal - dor, fatores psicossociais, afastamento do trabalho; organizacionais - modificações nos postos de trabalho, demanda psicológica do trabalho, apoio organizacional, apoio de colegas e da chefia; relacionados aos serviços, sistemas e políticas - programa de retorno ao trabalho, tempo de afastamento e serviços de apoio. CONCLUSÃO: O estudo evidenciou que o RT é um processo complexo, que demanda políticas intersetoriais, cooperação técnica e pactuação de metas entre os atores envolvidos no processo.

  11. As relações de trabalho em uma empresa global: um novo paradigma ou neocorporativismo?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arnaldo José França Mazzei Nogueira

    Full Text Available Este artigo trata das relações de trabalho em uma empresa global e foi resultado de pesquisa em uma montadora de caminhões instalada na região do ABC no Estado de São Paulo, Brasil. A empresa estudada apresenta um padrão dos mais avançados na dimensão organizacional das relações de trabalho ou no local de trabalho considerado o contexto brasileiro. A solução de conflitos do trabalho nesta empresa aponta fortemente para um padrão negocial em relação ao estatutário (Zylberstajn e Pastore, 1985, o que levou alguns autores a indicar um modo de cooperação-conflitiva para lidar com as relações de trabalho (Rodrigues, 1997 e uma via institucionalizada de inserção dos trabalhadores nos processos de inovação tecnológica e gerencial (Bresciani, 2002. O esquema montado dentro da empresa foi resultado da estratégia do sindicato no local de trabalho e da gestão da empresa em particular da gestão de recursos humanos. A análise da experiência permitiu verificar além de um paradigma avançado de relações de trabalho, a afirmação de uma tendência ao corporativismo societário ou neo-corporativismo em relação ao corporativismo estatal típico do sistema trabalhista brasileiro.

  12. Trabalho e Moradia na Periferia: para Uma Política Urbana Economicamente Orientada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Corrêa Lago

    2010-05-01

    Full Text Available

    O artigo examina as conexões entre as mudanças no mundo do
    trabalho e a qualidade de vida urbana na metrópole do Rio de Janeiro, buscando
    estender os sentidos do conceito de trabalho precário utilizado em
    análises estruturais de natureza estatística. A dimensão territorial, entendida
    como os lugares e as distâncias na cidade é incorporada como fator determinante
    de bem-estar social e como expressão e instrumento de poder econômico
    e simbólico. O texto conjuga uma leitura estrutural do mercado de
    trabalho metropolitano, privilegiando os municípios periféricos e os trabalhadores
    manuais, com a apreensão de algumas experiências de trabalho no
    setor de confecção de roupas, em bairros operários na periferia. A principal
    conclusão é de que a concentração territorial do setor de confecções e o saber
    acumulado pelas costureiras como trabalhadoras autônomas são dois
    elementos necessários para a ampliação de ações coletivas que disputem e
    redirecionem os recursos públicos para o fortalecimento de experiências autogestionárias
    de trabalho e para a reprodução do trabalhador e sua família.
    Palavras-chave: Território; trabalho precário; trabalho doméstico; autogestão;
    qualidade de vida urbana.

  13. IMBA – UM INSTRUMENTO PARA A PRÁTICA DO PROFISSIONAL DE TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreas Glatz

    2011-07-01

    Full Text Available O texto descreve o projeto Integração de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho (IMBA, suas diversas aplicações bem-sucedidas em diferentes organizações europeias e sua iminente introdução no Brasil. IMBA é um procedimento de comparação de perfis de trabalho e de documentação para a capacitação justa da força de trabalho. Com o IMBA as exigências de trabalho e as capacidades humanas podem ser descritas, definidas e comparadas entre si consistentemente. O IMBA considera, dessa forma, de maneira específica as demandas dos mais velhos, de pessoas com necessidades especiais numa visão nova e mais eficiente. O projeto IMBA foi desenvolvido e testado pelo Instituto para a Garantia de Qualidade em Prevenção e Reabilitação (iqpr, pela Universidade de Siegen e pela empresa Munda GmbH (Essen, organizações parceiras, com o apoio financeiro do Ministério do Trabalho e Assuntos Sociais da Alemanha. A equipe de desenvolvimento é interdisciplinar, formada por cientistas do trabalho, médicos, psicólogos e cientistas do esporte. O IMBA tem atualmente uma versão impressa e outra em software chamada MARIE. O projeto pode também ser aplicado no contexto da educação profissional e da prevenção, da reabilitação e da integração, além de fornecer uma ferramenta adequada para a elaboração do status da situação de trabalho e pessoal e da documentação para a intervenção. Dependendo do problema, pode ser introduzido no âmbito de medidas médicas para colocação inicial de pessoas no trabalho, quando há exigências específicas de habilidades e dimensões. Em suma, o IMBA é uma ferramenta que pode ser utilizada de modo a ajudar o indivíduo dentro de um processo de reabilitação e de integração no trabalho.

  14. A (invisibilidade do acidente de trabalho fatal entre as causas externas: estudo qualitativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kamile Miranda Lacerda

    Full Text Available Objetivo descrever o trabalho das vítimas dos acidentes fatais e as circunstâncias desses óbitos relacionados com o trabalho ocorridos em 2004, em Salvador, Bahia. Métodos coleta de dados realizada através de questões semiabertas obtidas em entrevista domiciliar com os familiares das vítimas, por meio da autópsia verbal (AV. A análise de conteúdo foi empregada na análise das narrativas. A reconstituição dos 91 acidentes de trabalho (AT é apresentada em duas seções temáticas: a caracterização do trabalho do acidentado e a circunstância da morte. Resultados evidenciou-se a presença marcante do trabalho precário mesmo entre aqueles com vínculo formal, mas essas condições são especialmente flagrantes entre aqueles não regulamentados. A extensão da jornada de trabalho não decorreu de livre escolha, mas de estratégia para auferir a renda mínima necessária. O espaço da rua emergiu como local de AT típico não apenas de AT de trajeto. A morte no trânsito e sua relação com o trabalho, fenômeno ainda pouco explorado, foi evidenciada, além da identificação de homicídio como circunstância de morte decorrente do trabalho precário. Conclusões a prevenção da morte e da violência no trabalho requer uma ação integrada das políticas setoriais. A autópsia verbal mostrou-se técnica promissora na produção de informações sobre as causas dos AT, podendo contribuir para a superação da subnotificação.

  15. Trabalho escravo contemporâneo ou superexploração do trabalho?: representações dos agentes institucionais no caso de Bagé (RS)

    OpenAIRE

    LIMA, Priscila Gualberto de

    2010-01-01

    No Brasil, o aparecimento da escravidão por dívida ou peonagem tem origem na expansão capitalista na região amazônica no período dos governos militares. Nos anos 1990, quando o Estado brasileiro admitiu a existência de fenômeno no país, inúmeras ações governamentais têm buscado reprimir e combater esta forma ilegal de trabalho, dentre elas destaca-se a criação do PERFOR (1992) e do Plano Nacional Para a Erradicação do Trabalho Escravo (2003). O objetivo desta dissertação é descrever as repres...

  16. Dor-desprazer-trabalho docente: como desfazer essa tríade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Elizabeth Barros de Barros

    2007-12-01

    Full Text Available O artigo apresenta a experiência do Programa de Formação e Investigação Sobre a Saúde e o Trabalho (PFST de docentes de escolas públicas, desenvolvido na Universidade Federal do Espírito Santo. Trata da problemática da saúde do conjunto de docentes que trabalham nas escolas públicas do município da Serra/ES, visando a desfazer a tríade dor-desprazer-trabalho docente, vivida de forma naturalizada pelo coletivo de docentes. Pretende avançar na compreensão das relações saúde-trabalho nas escolas e investigar as estratégias utilizadas por esses professores para resistirem às tentativas de desqualificação do trabalho docente. Afirma a possibilidade de se abrirem espaços de discussão no cotidiano dos docentes para que a luta pela saúde se constitua em redes de cooperação entre sujeitos e escolas, inaugurando-se outras formas de atuação desses estabelecimentos. Com esse objetivo, propõe uma metodologia de trabalho que tem se pautado na abordagem ergológica, construída na Universidade de Provença, em AIX/ França.

  17. Variáveis relacionadas com perda da produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Frauendorf

    2013-06-01

    Full Text Available A perda da produtividade no trabalho, como resultado da espondilite anquilosante, tem se tornado tema de interesse dado o seu impacto socioeconômico. Além das limitações físicas, outras variáveis parecem interferir na produtividade desses pacientes que muitas vezes são aposentados precocemente do mercado de trabalho. Assim, esse manuscrito de revisão buscou identificar artigos publicados na língua inglesa no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2011 que discutissem essas variáveis por meio de estudos realizados com pacientes adultos com diagnóstico de espondilite anquilosante, de ambos os gêneros e que usaram instrumentos padronizados para a avaliação da atividade da doença e da capacidade produtiva no trabalho. Foram identificados 33 artigos atendendo aos critérios de inclusão e observou-se que a perda de produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante é influenciada por variáveis demográficas, emocionais, socioculturais e ocupacionais e hábitos de vida. Compreender esses possíveis fatores de risco pode colaborar para a elaboração de estratégias preventivas para a manutenção de pacientes com espondilite anquilosante no mercado de trabalho.

  18. Notas sobre educação e simplificação do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina de Roig Catini

    2015-07-01

    Full Text Available O presente texto busca apresentar uma interpretação sobre o papel da educação na constituição dos conceitos de trabalho simples e complexo, à luz das análises sobre a tendência de simplificação do trabalho no capitalismo, expostas por Marx em O Capital. Tal tendência coloca em questão uma corrente justificativa da atual crise econômica brasileira, qual seja, a da falta de força de trabalho qualificada para a indústria ou para o setor de serviços. Nesse sentido, procura-se desmistificar o papel comumente atribuído à universalização do ensino e ao progressivo aumento do tempo médio de escolarização, além de apreender as determinações elementares da dinâmica da acumulação de capital relativas à constituição do capital como “abstração real em movimento”, correspondente ao seu impulso de negação do trabalho. Palavras-Chave: Trabalho, Educação, Escola, Capitalismo, Marx.

  19. Globalização, trabalho e docência: constatações e possibilidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Afonso Celso Scocuglia

    2012-08-01

    Full Text Available Este artigo analisa alguns impactos da globalização hegemônica no mundo do trabalho e daidentidade docentes, tomando o caso brasileiro como referência. Buscamos compreender ocenário da precarização do trabalho, as identidades dilaceradas dos trabalhadores, aspossíveis alternativas destes processos e os novos protagonistas da sociedade civil. Nessecenário, as possibilidades de reinvenções do trabalho e da identidade docentes constituemnossos focos. Dividimos nossa argumentação em partes ligadas que se retro-alimentam. Naprimeira parte, argumentamos sobre a precarização do trabalho no contexto neoliberal eglobalizado, procurando alternativas deste quadro por meio do cooperativismo e dosdiversos protagonismos da sociedade civil. Na segunda parte, tentamos visualizar osrebatimentos desse contexto na precarização e na identidade do trabalho docente, bemcomo as possíveis reinvenções das práticas pedagógicas dos/as professores/as. Nasconsiderações finais, afirmamos os caminhos complexus da reconstrução da identidadeeducativa e docente, utilizando a conceituação sobre a ação dialógica, a consciência crítica,sobre a história como possibilidade de atuação do/a educador/a enquanto trabalhador eintelectual.

  20. Satisfação e motivação no trabalho do enfermeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arthur Velloso Antunes

    1996-09-01

    Full Text Available Uma questão que afeta o equilíbrio interno de um sistema como o hospital é o grau de satisfação/motivação das pessoas que ali trabalham. Diante dos fatos observados e discutidos sobre nossa vivência profissional e as colocações de alguns autores (Alcântara e Ribas Comes, parece existir uma insatisfação destes profissionais com o seu trabalho. Assim, embasados na teoria dos dois fatores de Herzberg et all e mais especificamente na interpretação que Maximiano faz acerca desta teoria, nos propusemos a fazer uma pesquisa para verificar a satisfação e a motivação no trabalho do enfermeiro. Seus objetivos foram verificar se os enfermeiros se sentem satisfeitos/motivados em seu trabalho e se existe relação das condições de trabalho (fatores higiênicos com a satisfação e das características do trabalho (fatores motivacionais com a motivação.

  1. Trabalho em turnos nas empresas de Botucatu, São Paulo: estudo descritivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Angelo Rosa Martinez

    Full Text Available Em face da inexistência de dados sobre esquema de trabalho em turnos em empresas de Botucatu, solicitaram-se delas informações sobre ramo de atividade, número de funcionários e esquema de trabalho. Às que registraram tal ocorrência, enviou-se um questionário visando à caracterização da forma de organização da jornada de trabalho. Das 66 empresas participantes da pesquisa, 14 referiram a existência de trabalho em turnos, englobando 6.541 funcionários, de um total de 9.502, sendo 2.346 de setores da produção. Nesses setores, os sistemas contínuo alternado e descontínuo permanente predominaram. Em oito empresas os sistemas eram alternados, cinco delas com esquemas apresentando freqüência de revezamento de seis ou mais dias. São descritas outras formas de organização encontradas. Conclui-se que, com o quadro descrito, torna-se possível estudar as relações entre trabalho em turnos, saúde e vida social dos trabalhadores.

  2. A Degradação Estrutural do Trabalho: Esboços para Uma Geografia do Trabalho | Structural Degradation of Work: Sketches for the Geography of Labour

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Dornelis Carvalhal

    2014-05-01

    Full Text Available Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE Introdução: As teses sobre o fim da centralidade do trabalho estão relacionadas à apologia da globalização como última etapa civilizatória, a aposta neste descentramento, não é apenas uma miopia intelectual, mas sobretudo o desdobramento lógico de uma forma de pensar (e agir que mediocrizou-se diante da complexidade da realidade. Tributário deste pensamento, também encontramos a afirmação do espaço aniquilado, cujas dimensões ontológicas são descartadas como obstáculos concretos à consolidação absoluta da hegemonia capitalista. Quanto ao trabalho também podemos observar, que não só não se realizou a promessa do maior tempo livre, como tornou-se mais extensa e intensa a jornada de trabalho em muitos lugares e setores econômicos. Nunca é demais lembrar que a liberdade presumida do tempo fora do trabalho é obliterada pela punção econômica do trabalho sob o capital, ou seja, estar fora do trabalho é comprometer a capacidade de obtenção de bens e mercadorias. A maioria dos desempregados ou de trabalhadores em tempo parcial vêm corroída sua capacidade de atendimento às suas necessidades. Metodologia/Desenvolvimento:  O território é um trunfo fundamental para a exploração do trabalho, como componente da luta de classes facilita a mobilidade do capital, criando a sensação de que as empresas (e os empregos podem se deslocar a qualquer momento - retórica bastante utilizada para justificar a necessidade de conformação dos trabalhadores às condições de trabalho das empresas. Territórios são assim produzidos para atender a necessidade de trabalhos precários pelo capital, ora expandindo em áreas “novas”, ora destruindo os arranjos sociais em lugares com melhores condições de trabalho. Considerações finais: No cenário de “desestruturação” do mercado de trabalho fordista, a precarização do emprego surge como expressão da inadequação do

  3. Acervos da Justiça do Trabalho como fonte de pesquisa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Veiga

    2013-01-01

    Full Text Available O artigo descreve a trajetória do Memorial da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul, relatando suas experiências de atuação na área da preservação e divulgação do patrimônio documental e museológico da Justiça do Trabalho no estado, discorrendo também sobre a questão dos acervos como patrimônio da sociedade, relacionando-o com as práticas de memória e pesquisa histórica do mundo do trabalho e dos trabalhadores.

  4. Compreendendo o trabalho da costureira: um enfoque para a postura sentada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dagmar Ambrosi

    Full Text Available As trabalhadoras da indústria de confecção, principalmente no setor de costura, desenvolvem suas tarefas na postura sentada e a operação de máquinas de costura requer o uso repetitivo e coordenado do tronco, extremidades superiores e inferiores das operárias que trabalham em postura sentada prolongada. Visando verificar os desconfortos presentes no desenvolvimento do trabalho da costureira, foi realizada uma análise ergonômica em uma indústria da confecção na cidade de Santo André, Brasil. O estudo contou com observação da realização do trabalho real, aplicação de um questionário a fim de colher dados sobre o perfil dos trabalhadoras, conhecer suas relações de trabalho e sua situação de saúde.

  5. Fronteiras, violência e o trabalho do tempo: alguns temas wittgensteinianos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Das Veena

    1999-01-01

    Full Text Available Trabalhos recentes sugerem que, quando se contempla a violência, atinge-se uma espécie de limite da capacidade de representar. O caso da Partição da Índia, em 1947, fornece um desses "dramas de horror", por seus atos hediondos de grande escala. Este ensaio trata da domesticação da violência, atualizada na história de uma família urbana do Punjabi, e da necessidade do "trabalho do tempo" para permitir sua cicatrização. Recuperando idéias de Wittgenstein para a Antropologia, a autora mostra como o trabalho do tempo, não sua imagem ou representação, serve para testar o sentido do que é humano quando a linguagem falha ou simplesmente não existe.

  6. Loucura e trabalho no encontro entre saúde mental e economia solidária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Campos Andrade

    Full Text Available A relação entre loucura e trabalho, no contexto da articulação saúde mental e economia solidária na elaboração de uma política pública intersetorial de inclusão social pelo trabalho, em curso desde 2004, é o tema de interesse deste relato de pesquisa realizado em dois momentos - pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo. A pesquisa bibliográfica teve como foco os temas trabalho, exclusão/inclusão e subjetividade. Realizou-se a análise de documentos da reforma psiquiátrica, da economia solidária, da articulação desta com a saúde mental e o levantamento das experiências em curso no Brasil. A pesquisa de campo foi realizada em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPs, através do Dispositivo Intercessor, como práxis de intercessão visando a constituir uma iniciativa de inclusão social pelo trabalho. Esta pesquisa gerou reflexões a respeito do entrelaçamento entre a loucura e o trabalho em relação às formas, ao significado e ao impacto deste último na vida dos que buscam inclusão social. Na articulação saúde mental e economia solidária, pode-se observar que existe uma centralidade do trabalho onde a este são atribuídos significados como recurso terapêutico, direito humano, produtor de subjetividade e possibilidade concreta de cidadania e de emancipação como instrumento de inclusão social.

  7. A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL EM SECRETARIADO EXECUTIVO NO MERCADO DE TRABALHO GLOBALIZADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cibele Barsalini Martins

    2010-09-01

    Full Text Available Neste estudo busca-se propor uma reflexão sobre o processo de formação educacional do profissional em Secretariado Executivo, visando a identificar as transformações ocorridas no âmbito do trabalho e suas implicações em um contexto globalizado. Para tanto, aborda-se as questões relacionadas com a evolução educacional da mulher, bem como se apresentam alguns aspectos do trabalho feminino tais como: dupla jornada de trabalho, remuneração diferenciada por gênero, qualificação profissional e principalmente o enfoque dado ao processo de trabalho nos países centrais, semiperiféricos e periféricos, afetados pelo processo de globalização. Este trabalho de base bibliográfica apresenta como principais pressupostos teóricos os estudos da Mulher e a Educação abordados por Pimentel (1998, Valdéz & Gomariz, (1995; o Histórico da Mão-de-obra Feminina na visão de Antunes, (2000, Munhoz, (2000; e, por fim, a Globalização e seus efeitos abordados pelos autores Hobsbawn, (2000, Forrester, (1997, entre outros. Os resultados do estudo apontam que o profissional em Secretariado Executivo, apesar de que todos os preconceitos e dificuldades enfrentadas ao longo de décadas e principalmente pelos efeitos da globalização, têm conquistado espaços próprios no mercado de trabalho e vem procurando constante aperfeiçoamento educacional notadamente por meio de cursos superiores objetivando melhorar, cada vez mais, sua qualificação profissional.

  8. Efeito da prática de trabalhos manuais sobre a autoimagem de idosos

    OpenAIRE

    Guedes, Maria Heliana Mota; Guedes, Helisamara Mota; Almeida, Martha Elisa Ferreira de

    2011-01-01

    A população mundial vem envelhecendo com rapidez; assim, a expectativa de vida vem aumentando e as pessoas estão prolongando seus anos de vida. A arte permite ao ser humano a liberação de seus sentimentos e emoções, aumentando a qualidade afetiva das relações interpessoais, pela melhora da comunicação, fortalecimento da autoimagem e redescoberta de potenciais criativos. Este trabalho teve como objetivo investigar de que forma a prática dos trabalhos manuais pode influenciar a autoimagem do id...

  9. A Categoria Trabalho na Produção Teórica de Marilda Iamamoto

    OpenAIRE

    WANTIL, E. A.

    2014-01-01

    A presente pesquisa trata da apreensão da categoria trabalho na obra de Marilda Iamamoto, bem como sua formulação a respeito do trabalho profissional de Serviço Social, com base na fundamentação teórica desta categoria. Utiliza-se como fonte de pesquisa as obras publicadas pela autora e como apoio fundamental a clássica literatura de Karl Marx, além de outros autores de tradição marxista, visando dissertar sobre o fundamento filosófico e forma social da categoria estudada. Busca-se contemplar...

  10. Virtude, trabalho e riqueza: a concepção de sociedade civil em Benjamin Franklin

    OpenAIRE

    Ana Maria Brito Sanches

    2006-01-01

    Neste trabalho examinamos a concepção de sociedade civil no pensamento social e político de Benjamin Franklin, cujas idéias exerceram grande influência na formação da mentalidade do homem do Novo Mundo. Essa mentalidade inaugura um novo modo de conceber a vida em sociedade, exaltando tudo o que se opõe aos valores da velha ordem. Contra o princípio da honra, os títulos de nobreza e a posição social dos indivíduos, ela exalta a virtude republicana, celebra o trabalho e reclama o respeito à dig...

  11. Regulação em rede do ambiente de trabalho

    OpenAIRE

    Kamp, Annette; Nielsen, Klaus T.

    2009-01-01

    Este artigo trata do conceito de governança em rede como contraponto à compreensão do processo convencional, hierarquizado, de regulação no campo do ambiente de trabalho. A forma como as redes podem estimular mudanças na regulação do ambiente de trabalho é estudada em dois casos na Dinamarca. O primeiro caso se refere à alta incidência de distúrbios músculo-esqueléticos - na atividade de manuseio de pacientes - encontrados no setor saúde. A rede, desenvolvida de baixo para cima, gerou uma con...

  12. Representações sociais sobre o acidente de trabalho em saúde

    OpenAIRE

    Medeiros Júnior, Antônio

    2005-01-01

    O presente estudo objetivou identificar os elementos representacionais sobre o acidente de trabalho em saúde, além de investigar os tipos mais freqüentes ocorridos em um hospital universitário, buscando compreender os elementos cognitivos, afetivos e sociais, subjacentes ao processo de trabalho em saúde. O foco de análise foi dirigido para 470 trabalhadores dos níveis de apoio, médio e superior deste hospital, à luz do suporte teórico-metodológico da Teoria das Representações Sociais. Para co...

  13. Estresse e acidentes de trabalho: Estudo Pró-Saúde

    OpenAIRE

    Alexandre dos Santos Brito

    2007-01-01

    Esta tese tem o objetivo geral de investigar a associação entre estresse e acidentes no trabalho em funcionários técnico-administrativos efetivos de uma universidade pública no Rio de Janeiro por meio de modelos multiníveis. Para alcançar tal objetivo, a tese foi distribuída em dois artigos. O primeiro artigo investiga a associação entre estresse e acidentes no trabalho considerando componentes hierárquicos da estrutura dos dados por meio de modelos multiníveis com funcionários no primeiro ní...

  14. O trabalho do dirigente de unidades de informação sob diferentes perspectivas administrativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone de A.R. Branício

    Full Text Available O trabalho do dirigente de unidades de informação é discutido sob diferentes perspectivas administrativas, refletindo sobre novas formas de se entender o trabalho desse profissional à luz de abordagens que contemplam conceitos como gestão do aprendizado, competências e liderança. Em uma delas, as funções do administrador são definidas como planejar, organizar, dirigir e controlar, enquanto que outras evidenciam a avaliação das atividades rotineiras e a necessidade de uma visão integrada da unidade como forma de facilitar as tomadas de decisão.

  15. Sofrimento e prazer no trabalho docente em escola pública

    OpenAIRE

    Michele Dorneles Valent Czekster

    2007-01-01

    Este estudo multidisciplinar aborda conteúdos de gestão pública da educação, gerenciamento das organizações com ênfase no modelo burocrático e saúde ocupacional, nas vertentes da psicanálise e da psicodinâmica do trabalho referentes à realidade da atividade docente em uma escola pública do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Para tanto, partiu do questionamento “Quais elementos, na organização do trabalho docente em escola pública, são capazes de produzir sofrimento ou prazer?” Empregando ...

  16. Estilos interpessoais e participação em redes sociais em diferentes ambientes de trabalho

    OpenAIRE

    Brito, Fernanda de Souza

    2012-01-01

    110f. Este estudo examinou a relação entre estilos interpessoais e a participação do indivíduo nas redes sociais em diferentes ambientes de trabalho. Redes sociais se formam pelos vínculos afetivos, cognitivos e de compartilhamento de recursos estabelecidos entre atores sociais. Diferenças de desempenho no trabalho podem estar relacionadas ao posicionamento das pessoas em suas redes sociais. Ocupar uma posição de centralidade em uma rede social possibilita a aquisição de inf...

  17. O assédio moral organizacional à luz da psicodinâmica do trabalho

    OpenAIRE

    Spack, Rodolfo Rigon

    2013-01-01

    Resumo: Através dessa monografia pretendemos discutir a questão do assédio moral organizacional como prática sistemática da organização do trabalho, violência que decorre do poder diretivo do empregador, expresso na forma jurídica do jus variandi. Mostramos como o abuso desse poder deverá ser limitado pelos direitos fundamentais, especialmente pela dignidade da pessoa humana. Para tanto, traçamos um histórico da violência moral no ambiente de trabalho, e de seu combate através das reinvindica...

  18. Testando o Modelo da Casa da Capacidade para o Trabalho entre profissionais do setor hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carmen Martinez

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Testar o Modelo da Casa da Capacidade para o Trabalho, verificando a hierarquia das dimensões propostas para um grupo de trabalhadores do setor hospitalar. Métodos: Estudo de coorte (2009-2011 conduzido com 599 trabalhadores de um hospital na cidade de São Paulo. Foi usado um formulário com questões sobre dados sociodemográficos, estilo de vida e condições de trabalho, e as versões brasileiras da Escala Estresse no Trabalho, Desequilíbrio Esforço-Recompensa, Work-Related Activities That May Contribute To Job-Related Pain and/or Injury e Índice de Capacidade para o Trabalho (ICT. Foi realizada análise de regressão logística hierárquica: as variáveis independentes foram alocadas em níveis de acordo com as dimensões do modelo teórico para avaliar os fatores associados ao comprometimento da capacidade para o trabalho (CT. Resultados: As variáveis associadas ao comprometimento da CT em cada dimensão foram: (a dimensão sociodemográfica: idade < 30 anos (p = 0,20, (b dimensão saúde: história de acidente de trabalho (p = 0,029, (c dimensão competência profissional: baixo nível educacional (p = 0,008, (d dimensão valores: intensificação do excesso de comprometimento (< 0,001, e (e dimensão trabalho: intensificação do desequilíbrio esforço-recompensa (p = 0,009 e das demandas elevadas (p = 0,040. Conclusão: Os resultados do estudo confirmaram as dimensões propostas para o Modelo da Casa da Capacidade para o Trabalho, indicando que ele é válido como representação de um construto multidimensional de determinação multicausal, podendo ser utilizado na gestão da CT.

  19. APLICAÇÃO DA FORENSE DIGITAL NA JUSTIÇA DO TRABALHO

    OpenAIRE

    Garrido, Rodrigo Grazinoli; de Oliveira, José Luis

    2015-01-01

    A complexidade das relações sociais alcançou o mundo virtual. O uso de equipamentos digitais e o acesso á rede mundial de computadores é feito praticamente por todos, sobretudo no mundo do trabalho. Para regular estas relações, busca-se estabelecer o marco civil da internet e tipificar crimes cibernéticos. Quando o mau uso corre no ambiente ou nas relações de trabalho pode ensejar dispensa por justa causa, além de gerar responsabilização pelos danos materiais e morais decorrentes da conduta. ...

  20. Fadiga e capacidade para o trabalho em turnos fixos de doze horas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Metzner Ricardo Jorge

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as variáveis que interferem na percepção de fadiga e na capacidade para o trabalho em trabalhadores que executam suas atividades em turnos fixos diurnos e noturnos. MÉTODOS: Estudo transversal, com participação de 43 trabalhadores de turnos diurnos e noturnos de uma indústria têxtil, que trabalhavam em turnos fixos de 12 horas diárias e semana reduzida. Mediante vários questionários, o grupo estudado respondeu a questões sobre: fadiga, índice de capacidade para o trabalho, características individuais, estilos de vida e condições de trabalho. Foi feita análise de regressão linear univariada. RESULTADOS: Os fatores que influenciaram a percepção de fadiga associam-se a estilos de vida dos trabalhadores (a prática de exercício físico é um fator protetor e à dificuldade em manter o sono, que, se presente, aumenta a percepção de fadiga. Os fatores associados à percepção do índice de capacidade para o trabalho (ICT foram o tempo de exercício na função e o turno noturno de trabalho: quanto maior o primeiro, menor o ICT; trabalhar à noite aumenta o ICT. A duração da jornada diária de 12 horas pode provocar aumento considerável na carga de trabalho, influenciando a percepção do trabalhador sobre a capacidade para o trabalho, a fadiga e as alterações do sono. CONCLUSÕES: Os resultados indicam que nem sempre o trabalho noturno mostra-se como fator prejudicial à saúde. Entretanto, a amostra estudada é pequena, o estudo é transversal, e pode ter ocorrido um efeito de seleção. Assim, é necessária a realização de estudos longitudinais, com amostras maiores, dado que o ICT tende a diminuir à medida que aumenta o tempo na função.

  1. Trabalho noturno e o novo papel paterno: uma interface difícil

    OpenAIRE

    Cia, Fabiana; Barham, Elizabeth Joan

    2008-01-01

    Aumentou a demanda por trabalhadores noturnos, ao mesmo tempo em que o papel masculino familiar se ampliou. Neste estudo, objetivou-se comparar as condições de trabalho, o bem-estar pessoal e o envolvimento familiar entre pais dos turnos diurno (n=36) e noturno (n=22), que preencheram um questionário composto por diferentes escalas. Comparados aos trabalhadores do turno diurno, os do noturno relataram ter maior apoio dos colegas de trabalho e dos supervisores, maior satisfação quanto aos bene...

  2. Acidentes de trabalho: custos previdenciários e dias de trabalho perdidos Occupational accidents: social insurance costs and work days lost

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma Sousa Santana

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a contribuição de benefícios concedidos por acidentes de trabalho dentre o total de benefícios relacionados com a saúde da Previdência Social, focalizando os custos conforme o tipo de benefício, e o impacto sobre a produtividade relativa a dias perdidos de trabalho. MÉTODOS: Utilizam-se registros dos despachos de benefícios do Sistema Único de Benefícios do Instituto Nacional de Seguridade Social da Bahia, em 2000. Acidentes de trabalho foram definidos com o diagnóstico clínico para Causas Externas, Lesões e Envenenamentos (SS-00 a T99 da Classificação Internacional de Doenças 10ª Revisão, e o tipo de benefício que distingue problemas de saúde ocupacionais e não ocupacionais. RESULTADOS: Foram estudados 31.096 benefícios concedidos por doenças ou agravos à saúde, dos quais 2.857 (7,3% eram devidos a acidentes de trabalho. Maiores proporções foram estimadas entre os trabalhadores da indústria da transformação e construção/eletricidade/gás, 18% do total dos benefícios. Os custos com os benefícios para acidentes de trabalho foram estimados em R$8,5 milhões, com aproximadamente meio milhão de dias perdidos de trabalho no ano. CONCLUSÕES: Apesar do conhecimento de que esses dados são sub-enumerados, e restritos aos trabalhadores que conseguiram receber benefícios relacionados com a saúde, os achados revelam o grande impacto sobre a produtividade e o orçamento do Instituto Nacional de Previdência Social de agravos reconhecidos como evitáveis, reforçando a necessidade de sua prevenção.OBJECTIVE: To estimate the proportion of occupational accident benefits granted within the total for health-related social security benefits, viewing the costs according to benefit type and the impact on productivity according to work days lost. METHODS: Records of benefit decisions from the National Benefits System of the National Social Security Institute for the State of Bahia in 2000 were utilized

  3. Debates sobre a centralidade do trabalho e a participação na informalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Breno Bittencourt Santos

    2011-09-01

    Full Text Available Tradicionalmente, relaciona-se o trabalho, ou a ausência deste, com a posição que os indivíduos ocupam no sistema de estratificação social, fazendo com que a posição social dos indivíduos seja determinada em função de sua posição profissional. Neste contexto de mudanças do mundo do trabalho, o chamado terceiro setor da economia, que compreende principalmente o setor de serviços, passou a tornar-se uma categoria analítica privilegiada de análise, fazendo com que autores como Cacciamali (2000, Dedecca (1997, Barbosa (2008, Borges (2007, Druck (2007, entre outros, debrucem-se sobre as novas (e precárias formas de trabalho na contemporaneidade para analisar como o trabalho vem a abandonar o seu formato clássico para existir sob novas formas, muito embora permanecendo como elemento central da organização social.

  4. Entre Fios e Desafios: Indústria da Moda, Linguagem e Trabalho Escravo na Sociedade Imperialista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Daniela Medeiros dos Santos

    2017-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetiva analisar a significação do conceito de slow fashion, presente nos interstícios da linguagem da moda e disseminado nas mídias sociais, no intuito de desvendar os pressupostos ideológicos contidos no uso deste termo como forma de combater o trabalho escravo na sociedade Imperialista. Para concretizar este estudo realizou-se uma pesquisa ancorada no referencial teórico de Vigotski (2007, 2009 e de Ortiz (2009, 2011. As análises dos dados revelam que não basta refletir sobre a descartabilidade da moda e aderir ao slow fashion como principal linha de ação para lutar contra o trabalho escravo nas cadeias produtivas da indústria da moda. A questão que prioritariamente se coloca é como perscrutar e enfrentar as imposições de um sistema econômico que se reestrutura de modo contínuo, no intuito de reinar soberano, reengendrando novas formas de organização de trabalho extremamente injustas, desiguais e desumanas.

  5. EDUCAÇÃO E TRABALHO: REQUISITOS DO DESENVOLVIMENTO E DA SUSTENTABILIDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emília Maria da T. Prestes

    2009-09-01

    Full Text Available O texto discuti a problematica da educação de pessoas jovens e adultos em suas relações com a educação, trabalho, desenvolvimento e sustentabilidade. Parte do pressuposto de que na contemporaneidade, apesar das exigências educacionais e de qualificação profissional, a alfabetização continua sendo um mecanismo de vital importância para o ingresso e preservação dos trabalhadores nos seus postos de trabalho, mesmo admitindo que a alfabetização por si mesma já não é mais suficiente para garantir a entrada e a permanência desse trabalhador no mercado de trabalho. Para confrontar esse enunciado com a realidade empírica considera histórias de vida e de trabalho de pessoas jovens e adultas, trabalhadoras de uma usina de açúcar localizada no município de Santa Rita, no estado da Paraíba.

  6. Percepções de crianças e adolescentes sobre seu trabalho informa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Batarra Lima

    2011-04-01

    Full Text Available A pesquisa foi realizada em uma cidade do interior de São Paulo, cuja principal atividade econômica é a produção de calçados masculinos. Teve como objetivo investigar a realidade e o sentido do trabalho para crianças e adolescentes que trabalham no setor informal com a costura manual do sapato, e a relação trabalho-escola. Participaram da pesquisa dez sujeitos com idade entre 6 e 16 anos, moradores de um bairro periférico. Para a investigação e compreensão dos dados, foram utilizadas, numa abordagem etnográfica, a observação participante e entrevista semiestruturada. Na análise dos dados, foi utilizada a análise temática de conteúdo. No contexto pesquisado, as crianças e adolescentes dizem trabalhar para ajudar os pais e adquirir bens materiais. E que o trabalho que executam não gera prejuízos no rendimento escolar. O estilo de relação parental parece ser um componente fundamental quanto aos possíveis prejuízos causados pelo trabalho infantil no contexto doméstico.

  7. Uso de psicotropicos pelo enfermeiro: sua relação com o trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziela Clementina Galvani Vieira

    2016-09-01

    Full Text Available O processo de trabalho da enfermagem é complexo e envolve o bem-estar físico e mental, como também a promoção, manutenção e prevenção a saúde integral dos profissionais de enfermagem. Objetivo: identificar entre os profissionais enfermeiros se fazem uso de medicação psicoativa, sobre a sobrecarga de trabalho e o conhecimento que estes profissionais possuem em relação aos fatores de risco que estão expostos no ambiente de trabalho. Método: trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo descritivo-exploratória, realizada em um Hospital Filantrópico na cidade de Campo Mourão, Paraná. Participaram da pesquisa 17 enfermeiros (as. Resultados e considerações finais: o estudo aponta que os enfermeiros fazem uso de medicação psicoativa por se encontrarem no limite com sua saúde física e psíquica, devido à demanda de trabalho e fatores de risco que se expõem em suas atividades laborais. Os enfermeiros passam por níveis de estresse elevados o que os condicionam ao uso de medicações, algumas vezes sem orientação médica, levando a uma qualidade de vida prejudicada.

  8. Fecundidade e participação no mercado de trabalho brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Silva Cunha

    2016-08-01

    Full Text Available Este trabalho analisa os determinantes da fecundidade e da participação das mulheres no mercado de trabalho brasileiro. São utilizadas as informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do IBGE, de 1995 até 2009, e o modelo probit bivariado. Conforme o esperado, observou-se queda da fecundidade e aumento da participação no período estudado, bem como efeito negativo dos salários na probabilidade de fecundidade e positivo na probabilidade de participação no mercado de trabalho. Além disso, outras variáveis de controle incluídas relacionadas às características pessoais, condição na família e local de residência também afetam a fecundidade e a inserção das mulheres. Ademais, verificou-se que, na cauda inferior da distribuição da renda domiciliar, o efeito dos salários na fecundidade é maior, mas, no caso do engajamento no mercado de trabalho, é menor.

  9. Cuidado, cidadania e consubstancialidade: questionando as definições de tempo, trabalho e valor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soraia Carolina de Mello

    2017-02-01

    Full Text Available ABREU, Alice Rangel Paiva; HIRATA, Helena; LOMBARDI, Maria Rosa (Orgs..Gênero e trabalho no Brasil e na França: perspectivas interseccionais. Tradução de Carol de Paula. São Paulo: Boitempo, 2016. 284 p.

  10. Contratos flexíveis de trabalho: diferentes perfis de trabalhadores qualificados brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Carvalho de Azevedo

    2015-09-01

    Full Text Available RESUMOO objetivo neste artigo é discutir como profissionais que já passaram por vínculos tradicionais de trabalho se organizam na nova realidade laboral da experimentação de contratos flexíveis, considerados, na pesquisa aqui relatada, como contratos não CLT. Por meio de entrevistas realizadas com 43 trabalhadores bem qualificados, foi construída uma tipologia composta por nove perfis com caracterís ticas próprias, a saber: PJ, Paraquedista, Indiferente, Pragmático, Independente, Autônomo, Empresário, Ressentido e CLT. Mostra -se que a construção dos perfis ajudou a compor uma imagem de como essa realidade de trabalho é vivenciada por trabalhadores qualificados e conclui-se, nesse caso, que o trabalho flexível não é sinônimo de trabalho precário, pois não acarreta, necessariamente, prejuízos do ponto de vista profissional ou pessoal para o indivíduo que opta por realizá-lo.

  11. Violência no trabalho da Enfermagem: um olhar às consequências

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maiara Bordignon

    Full Text Available RESUMO Objetivo: refletir acerca das consequências da violência no trabalho experienciada por profissionais de enfermagem. Método: trata-se de um artigo de reflexão que contou com o auxílio de publicações recentes relacionadas a esta proposta, sobretudo de pesquisas realizadas no Brasil e em outros países. Resultados: a exposição à violência no trabalho tem sido vinculada a problemas de saúde nos profissionais de enfermagem, que se apresentam por danos físicos, manifestações emocionais, transtornos e distúrbios psíquicos. Além disso, influencia o desempenho do trabalhador, sua dimensão familiar e social. Conclusão: aponta-se para o potencial nocivo e oneroso deste fenômeno, por ser capaz de ocasionar sofrimento, adoecimento, afastamentos do trabalho e até a morte. Esta reflexão sensibiliza, ainda mais, para a importância de ambientes de trabalho seguros e em condições adequadas na área da saúde.

  12. Saúde e segurança e a subjetividade no trabalho: os riscos psicossociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Salek Ruiz

    Full Text Available Este ensaio apresenta reflexões sobre saúde e segurança no trabalho destacando as recentes propostas de inclusão dos aspectos psicossociais nas abordagens dos riscos ocupacionais que tradicionalmente valorizam apenas os aspectos objetivos (químicos, físicos e biológicos. Para subsidiar as colocações aqui mencionadas, foram utilizados referenciais teórico-metodológicos que, adotando uma perspectiva dinâmica, partem da atividade, do trabalho real, especialmente a psicodinâmica do trabalho e a perspectiva ergológica. Aponta-se para a necessidade de revisitar os atuais modelos de gestão de riscos ocupacionais centrados no controle e no cumprimento fiel das orientações, incorporando também as dimensões subjetivas, aquilo que é da ordem do não antecipável, que advém das situações reais com suas dramáticas, encontros, escolhas e ressingularizações. Nesse sentido, ressaltada a dimensão gestionária das atividades, seus protagonistas são convocados não apenas a cumprir prescrições elaboradas por especialistas, mas também a exercer, individual e coletivamente, a coautoria na gestão de sua saúde, segurança, trabalho e vida.

  13. Atitudes e o prazer/sofrimento no trabalho em saúde mental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Mara Gonçalves

    2016-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: investigar a existência de relação entre os perfis atitudinais e a dinâmica prazer/sofrimento em trabalhadores de Serviços de Saúde Mental. Método: estudo quantitativo, descritivo-analítico, correlacional e transversal, realizado em 2014. Foram utilizados três instrumentos: questionário de caracterização, Escala de Opiniões sobre a Doença Mental e Escala de Indicadores de Prazer e Sofrimento no Trabalho, respondidos por 80 trabalhadores da Rede de Atenção Psicossocial de Alfenas-MG. Resultados: Autoritarismo revelou-se o perfil predominante. Quanto ao prazer/sofrimento no trabalho, a Gratificação foi considerada satisfatória, e os indicadores Liberdade, Desgaste e Insegurança, moderados críticos. Houve correlações positivas entre as atitudes mais favoráveis e os indicadores de prazer no trabalho. Os valores de ambas as escalas mostraram relações com variáveis sociodemográficas e profissionais. Conclusão: as atitudes menos favoráveis são predominantes e, apesar do sofrimento presente, esses profissionais sentem-se gratificados em relação ao trabalho.

  14. Prazer e sofrimento no trabalho das agentes de segurança penitenciária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubia Minuzzi Tschiedel

    2013-09-01

    Full Text Available Com o intuito de conhecer o trabalho no sistema prisional gaúcho e as implicações deste na saúde mental das agentes de segurança penitenciária, realizou-se um estudo qualitativo com o objetivo de identificar os aspectos da organização do trabalho que produzem prazer e sofrimento no trabalho das agentes de segurança penitenciária e descrever as estratégias defensivas utilizadas por estas trabalhadoras no seu cotidiano laboral. Para a coleta de dados foi utilizada uma entrevista semiestruturada que reuniu oito participantes. Entre os resultados, os achados apontam que cumprir com obrigações, ter gratificação salarial e estabilidade no emprego como vivências de prazer, e a precariedade das condições de trabalho como elemento provocador de sofrimento. As estratégias defensivas que mais se evidenciaram foram a negação e a racionalização. Conclui-se que as profissionais estudadas tentam encontrar caminhos para a manutenção da saúde, ao utilizarem mecanismos que favorecem o enfrentamento do sofrimento e a busca do prazer.

  15. Marx e Marcuse: Acerca da Alienação do Homem e seu Trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio Goulart

    2017-02-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo apresentar e analisar o conceito de alienação nos manuscritos do jovem Marx e a respectiva análise feita por Herbert Marcuse acerca de tal conceito. O primeiro passo é apresentar a distinção e similitude entre os termos alemães Entäusserung e Entfremdung que dão origem a tal conceito. Depois vemos como na análise de Marx seria evidente que na lógica capitalista o trabalhador e seu trabalho estão rebaixados à miserável posição de mercadoria barata e substituível onde o fruto de seu trabalho torna-se cada vez mais distante. Nesta relação o trabalho se torna uma potência sobre o ser humano, fato este que seria a origem de diversos problemas sociais e formas de violência. Depois apresentamos a análise feita por Marcuse acerca dos respectivos texto de Marx, onde veremos os motivos porque ele acreditava que alienação e trabalho seriam conceitos ligados a essência humana e consequentemente muito além da economia.

  16. Mulheres, migrantes, trabalhadoras: a segregação no mercado de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delia Dutra

    Full Text Available O presente trabalho, ancorado em uma pesquisa desenvolvida no âmbito do Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios, analisa a experiência vivida por mulheres migrantes em diversos países centrando a reflexão na dimensão do trabalho no contexto do processo migratório internacional. Tomando como ponto de partida a perspectiva das próprias protagonistas - paraguaias no Brasil, brasileiras nos Estados Unidos, haitianas na República Dominicana, colombianas no Equador, filipinas na Itália e nicaraguenses na Costa Rica -, busca-se identificar dificuldades enfrentadas no que refere à vida profissional dessas mulheres. Parte-se do entendimento de que a migração pode ser vista como uma alternativa para escapar de situações de pobreza e exclusão do mercado de trabalho no país de origem. A pesquisa aponta a existência de segregação no mercado de trabalho.

  17. TRABALHO, NEGAÇÃO E TRANSIÇÃO NO SÉCULO XX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Lima Sousa

    2017-03-01

    Full Text Available O presente artigo debate a questão do trabalho no capitalismo à luz da perspectiva dialética da transição. Parte-se do entendimento da relação contraditória que o trabalho mantém com o desenvolvimento das forças produtivas, fortemente impulsionado pela aplicação da ciência neste meio. Foram analisados alguns processos industriais ocorridos no decorrer do século XX que ficaram conhecidos como fordismo e toyotismo. As máquinas evoluem, expulsando o trabalho do processo produtivo, ameaçando as relações capitalistas de produção, esse é o movimento da negação do trabalho. A transição é o movimento concreto que expressa os elementos do vir a ser de um modo de produção da vida limitado a seu tempo histórico.

  18. Trabalho subordinado e qualidade de vida: conciliação impossível

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giuseppina De Grazia

    2013-02-01

    Full Text Available O artigo trata da deterioração da condição humana resultante das novas formas de subjugação do trabalho ao capital, a partir de alguns resultados preliminares de pesquisa desenvolvida junto a algumas categorias de trabalhadores na Região Metropolitana doRio de Janeiro. Busca-se aprofundar a investigação em relação às consequências do alastramento de fenômenos que se reproduzem em escala mundial como desemprego, trabalhos parciais e precarizados, concomitantemente a uma brutal intensificação do trabalho em jornadas que se prolongam noite adentro e fins de semana, invadindo e subjugando os demais tempos sociais. As consequências des-trutivas, tanto no que se refere à vida pessoal, à saúde física e mental,como ao conjunto das relações sociais, ao contrário do que afirmamalgumas teorias recentes, reforçam a vigência da centralidade dotrabalho na vida humana. Simultaneamente, porém, atestam a con-tradição insolúvel entre o trabalho subordinado aos interesses do capital e a emancipação humana.

  19. GESTÃO DE PESSOAS E MUNDO DO TRABALHO: DESAFIOS E POSSIBILIDADES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Nobre Carvalho

    2010-07-01

    Full Text Available Observando que a Administração de Recursos Humanos (ARH tem sido predominantemente marcada pela utilização de técnicas e instrumentos normativos e objetivos, e que seu olhar sobre o sujeito tende a calcar uma visão puramente racional do homem, o presente artigo procura salientar a importância do desenvolvimento de novas práticas e olhares na gestão de pessoas. Para tanto, foi tecido um aporte sobre o mundo do trabalho contemporâneo, ressaltando os desafios da ARH frente à nova conjuntura, e proposto um resgate da concepção do trabalho como categoria fundante e constituinte do ser social. Viu-se que a apreensão da relevância do trabalho na vida dos homens faz-se fundamental para ressaltar o espaço de trabalho como lugar privilegiado de construção da subjetividade, contribuindo com a reflexão de novos caminhos de desenvolvimento teórico e prático de ARH.

  20. O TRABALHO COMO ATIVIDADE PRINCIPAL NO DESENVOLVIMENTO PSÍQUICO DO INDIVÍDUO ADULTO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Fernanda Moro Rios

    2017-12-01

    Full Text Available Este artigo visa analisar, por meio da revisão teórica de autores clássicos e contemporâneos da psicologia histórico-cultural, o trabalho como atividade principal na vida adulta, isto é, como a atividade que orienta as principais mudanças no psiquismo humano e na personalidade nessa idade. Para tanto, abstrai e generaliza elementos constantes nos estudos sobre periodização do desenvolvimento psíquico humano. Por um lado, identifica os conteúdos e processos psicológicos que, produzidos pelo trabalho, evidenciam sua relevância para o desenvolvimento do indivíduo adulto. Por outro, aborda os processos de alienação inerentes à sociedade capitalista, que alienam o trabalho como atividade principal. Assim, o trabalho se apresenta, dialeticamente, como atividade humanizadora e alienada. Entende-se que este estudo contribui para o avanço teórico-metodológico da psicologia histórico-cultural por abordar a questão do trabalho como atividade principal, uma discussão que se encontra ainda incipiente e pouco sistematizada. Além disso, supera o enfoque dos estudos sobre o desenvolvimento centrados na infância e reitera o rompimento com a perspectiva maturacionista de que a vida adulta é um período de estagnação do desenvolvimento. Pela análise do trabalho como atividade principal conclui-se que o desenvolvimento psicológico, produzido na vida adulta, se expressa, principalmente, por uma série de aquisições de habilidades e capacidades, pelo exercício da criatividade, por uma complexa reestruturação da esfera afetivo-motivacional da personalidade, pelo desenvolvimento da autoconsciência e pelo movimento dialético da consciência de classe, que tensiona a contradição entre o polo humanizador e o polo alienado/alienante do trabalho numa sociedade que limita e empobrece esse mesmo desenvolvimento.

  1. Autonomia outorgada e apropriação do trabalho Granted autonomy and work appropriation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinara L. Rosenfield

    2004-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é discutir o significado da autonomia outorgada enquanto corolário organizacional de uma demanda de mobilização subjetiva. O trabalho vive a contradição entre a apologia da autonomia e uma organização do trabalho crescentemente normalizada, onde ser autônomo é a regra. O conceito de autonomia no trabalho lança mão de duas questões: a dimensão operacional e a dimensão identitária. A transformação do trabalho em um bem cuja possessão exige sacrifícios e a transformação do emprego em um privilégio culminam em uma sujeição da própria pessoa do trabalhador, sem se colocar realmente a questão da reapropriação do trabalho, o que a priori acompanharia a autonomia no trabalho. A questão central, no entanto, não pode se diluir neste paradoxo entre autonomia real e autonomia outorgada: a busca de autonomia situa-se fora da lógica econômica e dentro de uma lógica de valores e de conquista de sentido, enquanto que a autonomia outorgada inscreve-se em uma lógica instrumental.This work is aimed at debating the meaning of granted autonomy as the organizational corollary of a subjective mobilization demand. Labor in undergoing the contradiction between the eulogy to autonomy and an increasing normalized labor organization, where being autonomous is the rule. The concept of labor autonomy resorts to two issues: the operational dimension and the identity dimension. The transformation of labor into a good whose possession demands sacrifices and the transformation of the job into a privilege culminate at subjection of the worker's very person, without really raising the issue of labor re-appropriation, which a priori follows labor autonomy. The core issue, however, cannot be diluted into this paradox between real autonomy and granted autonomy: the search for autonomy is placed out of the economic logic and within a logic of values and achievement of meaning, while granted autonomy is part of an

  2. Visões sobre o trabalho em transformação Views on changing labor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Míriam de Toni

    2003-01-01

    Full Text Available No artigo, considera-se que as transformações que têm marcado nossas sociedades a partir da crise e reestruturação do capitalismo desde as últimas décadas do século XX repercutem fortemente sobre as relações de trabalho, desordenando as relações que conformaram o Estado de Bem-Estar Social e reordenando-as sob a égide da regulação pelo mercado. Considerando o papel central atribuído ao trabalho em nossas sociedades, torna-se relevante discutir as diferentes interpretações sobre os fenômenos emergentes no mundo do trabalho - desde enfoques que apontam para o "fim do trabalho" até os que defendem a permanência da centralidade do trabalho -, refletindo sobre suas implicações sociais. Ressalta-se que o processo veloz de difusão tecnológica em voga vem precarizando as relações de trabalho, ampliando inseguranças e vulnerabilidades e sendo fonte crucial de desigualdade social. Encerra-se o artigo com reflexões sobre o evolver do mundo do trabalho, propondo um olhar crítico a posições extremadas sobre o tema e ressaltando as repercussões desfavoráveis acarretadas pelas mutações em curso, no sentido de advertir sobre conseqüências sociais não desejadas.In this article, the changes that have marked our societies after the crisis and restructuring of capitalism since the last decades of the 20th century are seen as having had great impact over labor relations, disarraying the relations that have shaped the Welfare State and reordering them under market regulation. Considering the central role assigned to work in our societies, it becomes relevant to discuss different interpretations of emergent phenomena in the world of labor - from approaches that point to "the end of work" to those that argue its sustained centrality - reflecting over their social implications. It is underlined that the speedy process of current technological diffusion has been making labor relations precarious, broadening insecurities and

  3. A invisibilidade das doenças e acidentes do trabalho na sociedade atual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    TEIXEIRA, Márcia Cunha

    2012-03-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é demonstrar que a saúde dos trabalhadores não tem merecido de fato visibilidade e a atenção da sociedade em geral, incluindo o Estado. A leitura de textos sobre a proteção jurídica à saúde do trabalhador, bem como de publicações de engenharia de segurança, de medicina do trabalho, de sociologia do trabalho e de psicologia social e do trabalho possibilitou o estudo da matéria, de natureza multidisciplinar, e de sua evolução, desde a Revolução Industrial até a criação da Organização Internacional do Trabalho (OIT, passando pelas etapas da medicina do trabalho, da saúde ocupacional, da saúde do trabalhador, até a vertente da qualidade de vida do trabalhador. A proteção jurídica à saúde do trabalhador é analisada por meio das normas em vigor, nos âmbitos internacional e nacional. As transformações ocorridas no mundo, com a globalização, a evolução tecnológica e as mutações que vêm ocorrendo desde a virada do século XX para o século XXI, com metamorfoses no processo de produção do capital repercussões no processo de trabalho, são enfocadas, para ressaltar que outras formas de adoecimento passaram a ter visibilidade entre os trabalhadores, como as Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT e os transtornos psíquicos. Por fim, este estudo examina, diante do atual crescimento econômico brasileiro, com milhões saindo de baixo da linha da pobreza, elevação de consumo e aumento da classe média, conjuntura que permite o desenvolvimento de obras, inclusive financiadas pelo poder público, se os agravos à saúde dos trabalhadores são visíveis e se o respeito às normas protetoras é praticado e incentivado por todos.

  4. LIDERANÇA E PERSONALIDADE : REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO PSÍQUICO NO TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Maria Gurgel Gomes

    2017-10-01

    Full Text Available Resumo: O presente artigo é um estudo teórico sobre liderança e o sofrimento psíquico no trabalho baseado na obra de Chisthophe Dejours. O cenário atual do mundo do trabalho e as exigências idealizadas para a ocupação de cargos de liderança juntamente com a estruturação psíquica do sujeito são facilitadores para o surgimento do sofrimento psíquico no trabalho. As mudanças no trabalho causadas pela rapidez da tecnologia, velocidade de informações, globalização da economia e desemprego são presentes na vida dos líderes nas organizações. O líder é exigido a estar preparado lidar com estas mudanças e conviver com incertezas que são favoráveis ao surgimento de ansiedade e diminuição da autoestima. O perfil profissional exigido pelas organizações para os lideres contém elevadas exigências de habilidades e competências profissionais além de pressões sobre resultados, capacidade de decidir e de conviver com constantes ameaças de desemprego. Estas exigências da organização do trabalho são fatores desencadeantes para o sofrimento psíquico. Outro fator que contribui para a instauração do sofrimento psíquico diz respeito à história de vida do sujeito e suas características de personalidade. Exercer cargos de liderança pode de acordo com a organização do trabalho e a personalidade do líder causar sofrimento psíquico sendo necessários estudos mais aprofundados sobre esta temática.   Palavras Chaves: Liderança; sofrimento psíquico; personalidade; organização do trabalho

  5. UM ESTUDO DA RELAÇÃO ENTRE O TRABALHO EM EQUIPE E A APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Hosana Santos Franco

    2011-06-01

    Full Text Available O artigo apresenta os resultados de pesquisa realizada acerca do trabalho em equipe e aprendizagem organizacional. Na pesquisa, o objetivo geral foi o de analisar as estratégias utilizadas pela gestão com pessoas para incentivar o trabalho em equipe, visando alcançar êxito no processo de aprendizagem no contexto organizacional. O artigo busca responder ao seguinte problema: quais estratégias são utilizadas pela gestão com pessoas para incentivar o trabalho em equipe visando êxito na aprendizagem organizacional? Para o desenvolvimento da pesquisa, recorreu-se ao estudo do caso da empresa BETA S/A, do setor siderúrgico, que resolveu implantar o trabalho em equipe. Nesse sentido, houve a oportunidade de pesquisarmos os desdobramento da prática e suas decorrências sob a ótica dos empregados das diversas áreas. Dentro do estudo foram realizadas 39 entrevistas com líderes e subordinados. Quanto aos resultados, inicialmente, verificou-se que apesar da literatura defender um perfil inovador e estratégico para a área de RH, considerando suas transformações para a valorização do profissional como alternativa para alcançar melhores resultados organizacionais, identificamos que a prática do trabalho em equipe carece de aprofundamento no estudo de suas iniciativas e conseqüências, sendo inclusive de difícil aplicação em qualquer organização.

  6. A pedagogia no combate ao trabalho infantil no município de Boa Vista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lysne Nôzenir Camelo de Lima

    2013-09-01

    Full Text Available O trabalho infantil expõe as crianças a vários riscos, prejudicando seu desenvolvimento e configura-se como violação de direito. O trabalho apresenta a pedagogia utilizada pelo PETI em Boa Vista; o procedimento foi aplicado através de entrevista semi-estruturada e questionários, aos gestores e as crianças do programa, com enfoque qualitativo e quantitativo, avaliando a participação e satisfação dos integrantes e seus familiares. O PETI tem a finalidade de erradicar as diversas formas de trabalho infantil, assim como retirar das ruas crianças e/ou adolescentes. Sendo o seu público alvo crianças e/ou adolescentes na faixa etária de 07 (sete a 15 (quinze anos de idade. Dentre as ações desenvolvidas estão a de caráter protetivo e sócioeducativo, que compreendem: atividades ludopedagógicas, palestras preventivas e educativas, esportes, artesanatos, músicas e etc. Nesse contexto, cabe ao PETI, como programa estratégico, contribuindo para erradicação do trabalho infantil no Município de Boa Vista. Oportunizando assim as crianças e adolescentes assim como suas famílias a terem uma vida melhor. No resultado final, constatou-se o compromisso em erradicar o trabalho infantil em Boa Vista, priorizando o atendimento as famílias, através da educação social.

  7. Prazer e sofrimento de psicólogos no trabalho em empresas privadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Costa da Silva

    Full Text Available Este artigo visa a problematizar as vivências de psicólogos que trabalham em empresas privadas. Discutem-se suas práticas profissionais, experiências associadas ao prazer e ao sofrimento em seu cotidiano e concepções teóricas que embasam seu trabalho. Trata-se de um estudo qualitativo, no qual se utilizou, como procedimento, a realização de entrevistas semi-estruturadas com dez psicólogos assalariados de empresas privadas de Porto Alegre e Grande Porto Alegre. Teve-se, como referenciais teóricos principais, a psicodinâmica do trabalho, a abordagem da subjetividade e trabalho e, para a análise das entrevistas, foi utilizada a análise de conteúdo. Os resultados indicam que os profissionais têm como atividades prioritárias as ligadas à Psicologia organizacional. Não foram encontrados casos em que eles interviessem na visão institucional ou tivessem ações ligadas à saúde mental de trabalhadores. Suas falas sugerem serem psicólogos com estilo dinâmico de trabalho, revelam certo "apaixonamento" pelo mesmo, acreditam na sua atuação e apreciam suas atividades ligadas ao desenvolvimento de pessoas na organização. Sentem-se satisfeitos com o reconhecimento das pessoas e por ter espaço para atuar conforme acreditam. Suas fontes de sofrimento são a carga excessiva de trabalho, os possíveis conflitos entre os valores da empresa e os pessoais, os cerceamentos da organização, a falta de reconhecimento e sua percepção de que pertencem a uma categoria profissional desprovida de força.

  8. Dilemas do trabalho no capitalismo contemporâneo Dilemmas of work in contemporary capitalism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Lucia Navarro

    2007-01-01

    Full Text Available Partindo da concepção marxiana de trabalho que compreende a atividade laboral como uma atividade vital, autodeterminada, dotada de sentido - o que não ocorre sob a lógica do capital -, buscamos neste artigo apontar algumas das principais mudanças ocorridas no universo do trabalho no século XX e suas conseqüências para a classe trabalhadora. O que pretendemos destacar é que ao longo do desenvolvimento do processo de trabalho - do taylorismo ao toyotismo - as transformações não significaram ruptura com o caráter capitalista do modo de produção e com seu complexo plano ideológico de controle da subjetividade do trabalhador. Exemplos disso são a apologia do individualismo, o aumento do desemprego, da intensificação e da precarização do trabalho, que marcam o mundo do trabalho na sociedade contemporânea.Starting from the Marxist conception of work, which considers labor as a vital, self-determined and meaningful activity - which is not the case in the logic of capital -, in this article, we attempt to indicate some of the main changes that occurred in the universe of work in the XXth-century and their consequences for the working class. What we aim to highlight is that, throughout the development of the work process - from Taylorism to Toyotism - transformations did not mean rupture with the capitalist character of the production mode, nor with its complex ideological plan to control the subjectivity of workers. Examples include the apology of individualism and the increase in unemployment, intensification and precariousness of work, which mark the world of work in contemporary society.

  9. Uso Pessoal das Tecnologias no Trabalho: Motivadores e Efeitos à Distração Profissional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Cappellozza

    2017-09-01

    Full Text Available Apesar dos inúmeros benefícios que as Tecnologias de Informação (TI – proporcionam a seus usuários, os efeitos adversos da utilização indiscriminada dos dispositivos tecnológicos pessoais no ambiente de trabalho é um tema pouco explorado. Este estudo analisa os aspectos individuais motivadores do uso particular de Tecnologias de Informação no trabalho e a relação da Distração Digital como um componente significativo sobre a perda de atenção dos profissionais durante a execução de suas atividades. A pesquisa evidencia que os aspectos ligados à dependência tecnológica são as principais causas do Uso Pessoal das Tecnologias no ambiente de trabalho. Entre esses motivadores, a perda do Controle do Impulso de uso da TI é o fator mais significativo ao Uso Pessoal das Tecnologias em ambientes profissionais, comparada a outros fatores analisados. A pesquisa também revela que a Distração Digital provoca significativa perda de concentração dos profissionais e que a Utilização Pessoal da TI no ambiente de trabalho é reflexo direto da redução do Engajamento do profissional no seu trabalho. Além disso, o estudo revela que o uso particular das aplicações que promovem interação social não é subterfúgio dos profissionais que manifestaram fraco Suporte Social dos seus pares no local de atuação profissional.

  10. Uma abordagem da Psicologia do Trabalho, na presença do trabalh

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Carrusca Vieira

    2007-06-01

    Full Text Available O pr e s ent e a r t i g o di s cut e fundament o s e pr e s supo s i ç õ e sf r e qüent ement e ut i l i z ado s c omo pont o de pa r t ida pa r a acompreensão dos fenômenos ligados ao trabalho, que o colocamcomo um mero “apêndice”. Com base na discussão dos conceitosde trabalho prescrito e trabalho real, dos marcos teóricometodológicos da ergonomia, ergologia e da psicologia materialista,o texto aponta as implicações problemáticas de tais perspectivas eapresenta a abordagem da Psicologia do Trabalho, para a qual aexperiência do trabalho real e dos trabalhadores se configura comoc a t e g o r i a c e n t r a l n a c o m p r e e n s ã o d a s u b j e t i v i d a d e , d odesenvolvimento do sujeito e dos processos de saúde/doença, comoa concebe Yves Clot. Relata-se aqui a experiência do projeto depesquisa/extensão “Conexões de Saberes sobre o Trabalho”,realizado na perspectiva metodológica da “Comunidade CientíficaAmpliada” e do “Dispositivo Dinâmico a Três Pólos”. Discutemse os fatores que conduzem ao assédio moral, que, analisado sob aó t i c a d o “ t r a b a l h o r e a l” , é r e c o n f i g u r a d o c omo “a s s é d i opsicossocial”.

  11. Considerações para uma ontogênese da política pelo trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanny Simon Machado

    2017-10-01

    Full Text Available O presente trabalho tem como objetivo a elaboração de considerações introdutórias para o entendimento da política com sua origem através da categoria trabalho, entendido na obra dos pensadores Karl Marx e György Lukács como mediação fundamental entre humanidade e natureza, produtor de valores de uso e momento fundante do ser social. Realizamos pesquisa bibliográfica, sistematizando as principais categorias marxiano-lukacianas e relacionando-as com a política. Como ontogênese, auferimos que o surgimento da política está vinculado ao trabalho, pois mimetiza as suas operações fundamentais. O trabalho como pôr teleológico primário é ação consciente que, através da prévia-ideação, planeja a execução e movimenta legalidades da matéria criando objetos úteis para seus fins. Por seu turno, os pores secundários, dentre os quais destacamos a política, ainda que derivados do trabalho, dele se distinguem e incidem sobre indivíduos na realização de seus pores concretos. O surgimento da política, assim, está relacionado à necessidade do convencimento, ou da tentativa de induzir homens ou grupos de homens a realizarem determinadas atividades dentro de uma forma específica de sociabilidade.

  12. Considerações sobre trabalho e suicídio: um estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Augusto Finazzi-Santos

    Full Text Available As empresas vêm presenciando o suicídio de seus empregados, atribuído, de acordo com Dejours e Bègue (2010, às consequências negativas das novas organizações do trabalho. Com base no estudo de óbito de trabalhador bancário, o foco deste artigo é avaliar se o trabalho poderia ser um dos fatores relacionado à decisão de cometer-se o suicídio. Avaliou-se o significado qualitativo da morte sob o ponto de vista do irmão do suicida (ambos colegas de trabalho durante mais de 20 anos, entrevistado em 2009. Visto que esse tipo de análise produz volume significativo de dados sobre o fenômeno pesquisado, estes foram processados e analisados por meio de análise categorial. O bancário trabalhava na empresa havia três décadas e morreu em meados de 2000, faltando um ano para aposentadoria, após a esposa requerer o divórcio. O trabalho foi o contexto para compreender o processo que o conduziu à ruína familiar, à exasperação psíquica e, por fim, à morte. O caso não envolveu assédio moral, já que se tratava de empregado muito bem conceituado, mas de patologia associada à servidão voluntária, patologia essa cada vez mais estimulada como símbolo de sucesso. No ambiente de trabalho, problemas conjugais foram os fatores atribuídos como causa maior do suicídio, mais conveniente como forma de eximir responsabilidades perante o infortúnio, transferindo somente ao sujeito a culpa por conflitos pessoais ou desordens psíquicas.

  13. O trabalho em espiral: uma análise do processo de trabalho dos educadores em saúde nas favelas do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marize Bastos da Cunha

    Full Text Available Este artigo busca contribuir para o campo de estudo voltado para o agente comunitário de saúde, recuperando uma pesquisa realizada na área da educação, que investigou o processo de trabalho de agentes comunitários, moradores das favelas, inseridos em programas públicos e também em ONG's, na zona norte do município do Rio de Janeiro. Entre os resultados do estudo destacam-se as determinações e características do processo de trabalho do agente comunitário de saúde, a partir de sua inserção na fronteira e como sujeito portador de experiências, redes de relações sociais e conhecimentos acumulados, ao longo de percursos diversos. Com este recorte, pretende-se ampliar a visão a respeito do papel desempenhado por esses agentes, de forma a favorecer um avanço no debate sobre as possibilidades e limites inscritos nas engrenagens de tais iniciativas.

  14. Subjetividade, trabalho e ação Subjectivity, work and action

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christophe Dejours

    2004-12-01

    Full Text Available Este artigo traz algumas questões para o debate sobre as relações entre trabalho e subjetividade. Nessa perspectiva o trabalho é aquilo que implica, do ponto de vista humano, o fato de trabalhar: gestos, saber-fazer, um engajamento do corpo, a mobilização da inteligência, a capacidade de refletir, de interpretar e de reagir às situações; é o poder de sentir, de pensar e de inventar. O real do trabalho sempre se manifesta afetivamente para o sujeito, aí se estabelece uma relação primordial de sofrimento, experimentada pelo sujeito, corporificada. Trabalhar é preencher a lacuna entre o prescrito e o real. Por isto é que uma parte importante do trabalho efetivo permanece na sombra, não podendo, então, ser avaliado. Outra questão abordada é sobre os acordos firmados entre os trabalhadores no seio do coletivo, de uma equipe ou de um ofício, que têm sempre uma vetorização dupla: de uma parte, um objetivo de eficácia e de qualidade do trabalho; de outra parte, um objetivo social. É proposta também uma discussão entre a teoria psicodinâmica do trabalhar, onde a centralidade do trabalho é um dos seus alicerces e a teoria psicanalítica onde esta questão não é abordada diretamente.This paper produces some issues for debate on the relationships between work and subjectivity. Under this perspective, work implies, from a human point of view, the fact of working: gestures, know-how, a commitment of the body, the mobilization of intelligence, the ability to reflect, to interpret and to react to situations; it is the power of feeling, of thinking and of inventing. Actual work is always affectively manifested to the subject, whereby a primordial distress relationship is established, experienced by the subject, embodied. To work is to fill the gap between the prescribed and the real. This is why an important part of the effective work remains in the shade, and cannot, therefore, be assessed. Another question concerns the

  15. A autonomia e o trabalho em medicina Autonomy and work in medicine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José M. Ribeiro

    1994-06-01

    Full Text Available Discute-se a autonomia no trabalho médico como decorrente de dois momentos essenciais: como trabalho social, que consome e produz bens e serviços, reproduzindo o modo de produção dominante e valores decorrentes; e como serviço, onde esta autonomia, relativizada pela sua realidade de trabalho social, manifesta-se em atributos adquiridos pelo trabalho médico (independência técnica e auto-regulação via monopólio da aplicação da ciência às necessidades individuais percebidas como relativas à saúde. Estes produtos cristalizam-se na relação médico-paciente, o que realça as incertezas que cercam tal relação e as necessidades a ela transferidas. A partir desta compreensão do trabalho médico e sua condição de exercício autônomo, discutem-se alguns quadros teóricos que, relacionados ao estudo do trabalho e/ou dos serviços contemporâneos na sociedade, permitem abordagens mais adequadas e epistemologicamente mais profícuas na pesquisa científica que toma por objeto.We discuss autonomy in medical work as resulting from two basic moments: as social work consuming and producing goods and services, reproducing the dominant mode of production and its ethical foundations; and as a service in which autonomy, limited as social work, expresses some attributes acquired by medical work (technical independence and self-regulation as a result of the monopoly in the use of science to deal with individually perceived health-related needs. These moments are expressed in the doctor-patient relationship, which makes uncertainties surrounding that relationship more evident. From this understanding about medical work and its autonomous condition, we discuss some theoretical concepts related to the study of labor and/or services in contemporary society and which provide is with an epistemological basis for more adequate approaches to scientific research concerning that object.

  16. QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bertran Gonçalves Coutinho

    2017-03-01

    Full Text Available Resumo Objetivou-se avaliar a qualidade de vida no trabalho e os principais fatores correlacionados em pessoas com deficiências físicas. Tratou-se de estudo transversal, realizado em 2012, em serviço de referência em reabilitação de pessoas com deficiência, localizado em João Pessoa, na Paraíba. A amostra foi composta por 110 indivíduos que responderam a um questionário sociodemográfico; utilizou-se uma escala validada para avaliar a qualidade de vida no trabalho. Para análise dos dados, efetuaram-se os testes Alfa de Cronbach, Kaiser-Meyer-Olkin e esfericidade de Bartlett. O índice de consistência interna da escala se mostrou satisfatório (α=0,85, atestando a confiabilidade do instrumento utilizado. A matriz de correlações entre os itens da escala revelou a possibilidade de sua fatorialização (KMO = 0,60 e Bartlett (p<0,001. Quanto à percepção da qualidade de vida no trabalho, 67,9% indicaram insatisfação; 21,4%, avaliação intermediária; e 10,7%, satisfação. Os fatores mais correlacionados foram: salário (0,74, capacidade de ascensão profissional (0,73, oportunidade de expressar suas opiniões (0,71, carga horária e quantidade de trabalho (0,66. Concluiu-se que a qualidade de vida no trabalho das pessoas com deficiência física não é satisfatória, principalmente em razão de aspectos como salário, carga horária e quantidade de trabalho inadequados, bem como dificuldade para ascensão profissional.

  17. Demandas psicológicas e controle do processo de trabalho de servidores de uma universidade pública

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Cristina Alves de Moura

    Full Text Available Resumo Pesquisa transversal que objetivou analisar a demanda psicológica e o controle do trabalho autorreferido pelos Técnicos Administrativos em Educação de uma universidade pública. Amostra de seleção completa composta por 833 Técnicos Administrativos em Educação, que auto preencheram um questionário com questões estruturadas em 2013/2014. Realizada análise descritiva e bivariada com cálculo do estresse psicossocial no trabalho, utilizando os quadrantes do Modelo Demanda-Controle categorizados como: trabalho de baixa exigência (baixa demanda e alto controle grupo de referência, trabalho passivo (baixa demanda e baixo controle, trabalho ativo (alta demanda e alto controle, alta exigência (alta demanda e baixo controle grupo de maior exposição. Foram atendidos todos os requisitos éticos e legais de pesquisa envolvendo seres humanos. Houve predomínio da categoria de trabalhadores que executam trabalho passivo (n = 319; 39,7%, trabalho de baixa exigência (n = 274; 34,1%, trabalho de alta exigência (n = 116; 14,4% e trabalho ativo (n = 95; 11,8%. Houve contribuições da investigação para a saúde destes trabalhadores, na medida em que propiciou um diagnóstico da categoria. Há recomendação para que tais dados subsidiem intervenções no sentido de empoderálos e fazer readequação dos postos de trabalho.

  18. Engagement no trabalho: uma discussão teórica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Cesar Porto-Martins

    2013-12-01

    Full Text Available O engagement no trabalho é considerado como um estado cognitivo positivo de realização, relacionado com o mundo laboral, que se caracteriza por três dimensões: vigor, dedicação e absorção. Este é formado por um componente comportamental-energético (vigor, um componente emocional (dedicação e um componente cognitivo (absorção. O objetivo deste estudo é apresentar uma revisão de publicações científicas internacionais acerca do constructo. O estudo do engagement no trabalho vem como consequência de inúmeras pesquisas realizadas sobre a síndrome de burnout, corroborando com as premissas da psicologia positiva. Conclui-se que existe deficiência de publicações neste constructo, principalmente em se tratando do contexto brasileiro.

  19. Elementos para uma nova cultura em segurança e saúde no trabalho

    OpenAIRE

    Mendes,Jussara Maria Rosa; Wünsch,Dolores Sanches

    2007-01-01

    Este artigo propõe-se a discutir o cenário contemporâneo das relações entre saúde e trabalho, apontando alguns elementos que possam contribuir para o debate sobre o tema, na perspectiva de alcançar uma nova cultura em segurança e saúde no trabalho. Evidencia-se que a predominância do viés prevencionista nesta área, que se consolidou ao longo dos anos, é resultado de um modelo hegemônico centrado no biológico e no indivíduo. A construção de práticas voltadas para a atenção à saúde do trabalhad...

  20. Qualidade de vida no ambiente de trabalho de profissionais de educação

    OpenAIRE

    Ubirajara Baptista Cabral Junior

    2010-01-01

    O objetivo da presente pesquisa é avaliar a percepção dos profissionais de educação em relação aos níveis de satisfação e de insatisfação quanto à Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho QVT. A proposta consiste em identificar fatores que contribuem para a Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho QVT, em uma categoria de trabalhadores supostamente não beneficiada, em aspectos que se referem ao tema sob investigação. Trata-se de profissionais da área de educação, com atuação em escola téc...

  1. Trabalho escravo contemporâneo como um problema de saúde pública

    OpenAIRE

    Leão, Luís Henrique da Costa

    2016-01-01

    Resumo O trabalho escravo contemporâneo (TE) é uma das mais injustas e persistentes problemáticas sociais do Brasil. Frente à necessidade de implantação da política nacional de saúde do(a) trabalhador(a), este artigo discute o trabalho escravo como problema de saúde pública, destacando possibilidades de ampliar as estratégias de vigilância e atenção integral a essa população específica de trabalhadores. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, exploratória, sob o referencial teórico da constru...

  2. O problema do fisicalismo/cognitivismo na ergonomia e segurança do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilbert Cardoso Bouyer

    2014-12-01

    Full Text Available Este estudo investigou os problemas causados pelo fisicalismo/cognitivismo na ergonomia e segurança do trabalho. Fisicalismo é uma abordagem ontológica para a qual tudo é físico. O centro da discussão é que a metáfora "trabalhador como máquina" não é meramente uma crença isolada nas práticas ergonômicas no Brasil. Ela é a base da estrutura experiencial que envolve valores, interesses, objetivos, práticas e teorias. Isso é um sério problema porque o fisicalismo/cognitivismo tornou-se causa de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

  3. Sociologia e engajamento em Portugal: reflexões a partir do trabalho e do sindicalismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elísio Estanque

    Full Text Available O presente paper procura ser um exemplo da sociologia crítica-pública desenvolvida no Centro de Estudos Sociais (CES, da Universidade de Coimbra. A linha temática aqui tratada (sociologia do trabalho e do sindicalismo assume uma perspectiva crítica, quer do ponto de vista teórico-reflexivo, quer como prática política do cientista social, consideradas duas faces da mesma moeda. Partindo desse ponto de vista, discute-se a atual conjuntura de crise e analisase o caso português à luz da questão do trabalho, realçando alguns dos traços estruturais do país como semiperiferia da Europa e mostrando como alguns dos seus atuais problemas têm origens muito antigas.

  4. Cenário epidemiológico de morbidade no ambiente de trabalho no Brasil

    OpenAIRE

    Graup, Susane

    2012-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2012 As doenças do trabalho tem se tornado um problema de saúde pública, devido ao seu impacto socioeconômico, gerado a partir de prevalências que tem tomado proporções epidêmicas em todo o mundo. Diante dessas informações, o objetivo deste estudo foi estabelecer o cenário de ocorrência epidemiológica de morbidades no ambiente de trabalho no Bra...

  5. Barcarena: trabalho e mobilidade numa fronteira amazônica globalizada.

    OpenAIRE

    Hazeu, Marcel

    2015-01-01

    A globalização da fronteira tem levado a transformações sociais em municípios amazônicos que passaram por processos de industrialização e exportação, aliado à marginalização das formas de produção e reprodução locais e à precarização das relações do trabalho. As transformações sociais no município de Barcarena são discutidas no contexto de quatro sistemas migratórios: as desapropriações e permanentes deslocamentos forçados; a precarização e mobilidade do trabalho; o transporte rodoviário e m...

  6. Inserção e rendimentos no mercado de trabalho brasileiro

    OpenAIRE

    Santos, Gilnei Costa

    2009-01-01

    Vários são os fatores que afetam os rendimentos de um indivíduo, como a distribuição de renda no país, o estoque de capital humano ou questões não relacionadas à produtividade, como o sexo, raça ou a região em que a pessoa reside. No entanto, deve-se considerar que boa parte da renda dos indivíduos é proveniente do trabalho. Neste sentido, os fatores citados, ao menos indiretamente, são afetados pelo mercado de trabalho. O objetivo da presente pesquisa consiste em analisar o comportamento do ...

  7. MUDANÇAS NO MUNDO TRABALHO, MUDANÇAS NA EDUCAÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonir Borges

    2010-06-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objeto de estudo as mudanças ocorridas no mundo do trabalho e, por conseguinte, no campo da educação, no período compreendido entre a segunda metade do século XVIII e o século XX. Mais precisamente, as últimas quatro décadas. Leva em conta as três fases da revolução industrial e as gestões de trabalho engendradas no final do século XIX e início do século XX ─ taylorismo, fordismo e toyotismo. O desafio é apreender as implicações entre essas transformações sociais e os propósitos educacionais.

  8. Teoria do valor e trabalho produtivo no setor de serviços

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sadi Dal Rosso

    Full Text Available Interpretações da teoria do valor trabalho encontram dificuldades em definir o papel e o lugar das atividades de serviço com relação à produção ou não de valor. Esse problema ganha magnitude na medida em que a perspectiva histórica mostra que os serviços são grandes empregadores de mão de obra na atualidade. Tradicionalmente, os serviços são entendidos como atividades não produtivas, devido ao fato, dentre outros argumentos, de que não resultam em materialização na forma de mercadorias, ou que não produzem novos valores e mais-valia. O objetivo deste artigo é examinar essa questão e sugerir a proposição de que certos serviços, que preenchem determinadas condições, podem ser interpretados como produtivos de valor e de mais-valia. O artigo examina as categorias materialidade e imaterialidade, assim como as de trabalho produtivo e não produtivo de valor, introduzindo, a seguir, critérios para distinguir trabalhos produtivos e não produtivos de valor no setor de serviços. Com isso, pretende contribuir para clarificar o entendimento da teoria do valor trabalho num terreno entrecruzado de polêmicas e de posições teóricas diferenciadas.

  9. As cláusulas sociais como instrumento de efetividade dos direitos fundamentais do trabalho

    OpenAIRE

    Strada, Ana Isabel Modena

    2010-01-01

    Este trabalho aborda a temática dos direitos fundamentais sociais, que têm sua fundamentabilidade garantida no texto constitucional e que se amparam axiologicamente pelo princípio da dignidade da pessoa humana. Como balizas do constitucionalismo moderno, fundamentam a interpretação das normas definidoras de direitos. São analisados em dupla perspectiva: a subjetiva, enquanto direitos individuais; e a objetiva, que trata da eficácia irradiante desses direitos. Possuem um cunho inegavelmente...

  10. Psicodinâmica do trabalho e riscos de adoecimento no magistério superior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celina Hoffmann

    Full Text Available Resumo: A intensificação da atividade docente reflete um novo paradigma de produção e consumo do conhecimento, no qual coexistem demandas caracterizadas por aceleração das atividades, alienação e competitividade. Nesse sentido, faz-se pertinente investigar a tríade trabalho, saúde, doença no contexto da docência do magistério superior. Diante disso, buscou-se analisar os indicadores críticos de adoecimento no trabalho segundo a percepção dos docentes da Universidade Federal de Santa Maria (RS. Para tanto, realizou-se aplicação do Inventário sobre Trabalho e Riscos de Adoecimento (Itra e, posteriormente, entrevistas semiestruturadas de caráter complementar, aplicadas aos docentes pertencentes às áreas do conhecimento com maior participação. Destaca-se a identificação de sobrecarga cognitiva em nível grave para as mulheres (58% em relação aos homens, com avaliação em nível crítico (50%, além de maior esgotamento profissional enfrentado por elas, com avaliação em nível crítico (44%. O teste Mann-Whitney evidenciou diferença significativa entre homens e mulheres quanto aos danos físicos (p = 0, 001, danos sociais (p = 0,01 e custo cognitivo (p = 0,04. Dessa forma, o papel do gênero deve ser considerado enquanto elemento que promove distinção na percepção, avaliação e gestão dos aspectos que envolvem o trabalho e a vulnerabilidade aos riscos de adoecimento.

  11. MOTIVAÇÃO NO TRABALHO VOLUNTÁRIO: DELINEAMENTO DE ESTUDOS NO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Cavalcante

    2014-01-01

    Full Text Available Este artigo buscou conhecer quais são os estudos acerca da motivação no trabalho voluntário no âmbito nacional brasileiro, identificando suas hipóteses, instrumentos usados e resultados alcançados. Quanto aos objetivos, trata-se de um esforço exploratório, pois busca maior familiaridade com o problema, procurando a construção de hipóteses. Assume esta classificação pois está se esquadrinhando as teorias existentes sobre motivos do trabalho voluntário. Quanto aos procedimentos técnicos é uma pesquisa bibliográfica baseada em materiais publicados em artigos, dissertações e teses que discutem a motivação no âmbito do trabalho voluntário. Os modelos teóricos utilizados nos trabalhos pesquisados foram diversos: o “conceito da dádiva”, modelos de análise da motivação entre trabalhadores remunerados, além da indefinição de modelos, foram as principais referências escolhidas. Já as metodologias tiveram características essencialmente qualitativas, com o uso de entrevistas para a coleta e com a análise de conteúdo para análise dos dados. Finalmente, os resultados também convergiram para a mesma direção: os voluntários apresentaram motivos altruístas para a escolha e permanência.

  12. Propriedades magnéticas de organismos magnetotácticos: um trabalho multidisciplinar

    OpenAIRE

    Margato,Bianca; Santos,Maylla dos; Barros,Henrique Lins de

    2007-01-01

    Medidas do momento magnético de microorganismos magnetotácticos foram realizadas a partir do estudo de movimento de células no meio aquoso. Essas medidas fornecem informações importantes para a compreensão de processos adaptativos dos seres vivos. O presente trabalho oferece uma técnica que pode ser aplicada no ensino de física, biologia ou ecologia e é um exemplo de pesquisa multidisciplinar.

  13. Associação entre espondiloartrose lombar e trabalho pesado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raimundo Antonio da Silva

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar uma possível associação entre espondiloartrose lombar e trabalho pesado. METODOLOGIA: Estudo epidemiológico transversal realizado no período de outubro/04 a outubro/05, baseado em casos atendidos por um hospital público de São Luís, MA, Brasil. Trabalhadores (1256 encaminhados ao serviço de ortopedia foram submetidos à História Ocupacional, Exame Físico Ortopédico e Radiografia de Coluna Lombar e Lombossacra em AP/P e Oblíqüa. Critérios de inclusão e exclusão selecionaram 456 trabalhadores de ambos os gêneros, na faixa etária de 28 a 48 anos. Estes foram agrupados, conforme sua ocupação, em trabalho pesado e não pesado e submetidos aos critérios diagnósticos de espondiloartrose lombar. RESULTADOS: A associação entre trabalho pesado e espondiloartrose lombar foi realizada através do cálculo da razão de prevalências, cujo resultado mostrou-se elevado, evidenciando uma possível associação. A interferência de outras variáveis como possível viés de confundimento, tais como idade, gênero e peso corporal (IMC, foram controladas na fase de análise de dados através do teste de Mantel-Haenzel. O resultado final mostrou que não houve interferência dessas variáveis. CONCLUSÕES: ESTE estudo indicou uma possível associação entre exposição a trabalho pesado e espondiloartrose lombar.

  14. A QUEIXA DE ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO E A PSICOTERAPIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Júlia Segre Faiman

    2016-07-01

    Full Text Available As relações interpessoais em ambientes de trabalho podem ser complexas, permeadas de múltiplas significações. Por vezes, alguns trabalhadores podem chegar a ser submetidos a situações emocionalmente penosas ou mesmo humilhantes. Classificam-se como assédio moral as situações em que a violência emocional é deliberada e repetidamente provocada contra uma pessoa. Dada a importância que o trabalho tem para as pessoas, dificuldades experimentadas no seu âmbito podem ter importantes repercussões subjetivas. Há pessoas que buscam atendimento por distúrbios desencadeados por situações consideradas como assédio moral no trabalho. Neste artigo, discute-se a psicoterapia nestas situações, chamando à atenção o manejo clínico no que se refere às conjugações de aspectos do contexto social de trabalho, eventualmente violentos e injustos, e os aspectos da subjetividade característicos da constituição psíquica de cada um. Recorrendo a autores como Ferenczi, valoriza-se o reconhecimento do potencial traumatogênico de algumas situações do contexto em que o indivíduo se insere. Por outro lado, são apontados os riscos que a psicoterapia corre quando o entendimento do psicoterapeuta passa a ser pautado pela crítica social, comprometendo a especificidade da escuta clínica.

  15. A relação trabalho-família : o desafio para ontem

    OpenAIRE

    Carvalho, Vânia Sofia Gomes de

    2016-01-01

    Tese de doutoramento, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2016 The subject of this thesis is the work and family relationship in an organizational perspective. This subject has been highlighted as an important element for research in occupational psychology, that as the main goal of promoting the quality of life in the work context. This project contains four empirical studies that explore: 1) how in...

  16. Regulação em rede do ambiente de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Annette Kamp

    Full Text Available Este artigo trata do conceito de governança em rede como contraponto à compreensão do processo convencional, hierarquizado, de regulação no campo do ambiente de trabalho. A forma como as redes podem estimular mudanças na regulação do ambiente de trabalho é estudada em dois casos na Dinamarca. O primeiro caso se refere à alta incidência de distúrbios músculo-esqueléticos - na atividade de manuseio de pacientes - encontrados no setor saúde. A rede, desenvolvida de baixo para cima, gerou uma conexão do problema a novas soluções, em particular, com a criação de um novo agente social, o "instrutor de transferência", a partir da idéia de que 'pessoas são transferidas, não levantadas como pesos'. O segundo caso trata de um esforço para integrar a promoção da saúde com a forma de se pensar saúde no trabalho, a fim de enfrentar a desigualdade social em saúde. Iniciada de cima para baixo, a rede não conseguiu se estabilizar nem promover com êxito a abordagem integrada da promoção da saúde no local de trabalho. Os dois casos apontam, todavia, para a importância da aproximação de diversos grupos profissionais, quando os esforços pretendem ser verdadeiramente, inovadores e bem sucedidos. Em contraste com as visões que celebram a ausência do Estado, discuti-se também a importância deste como meta-governante nos processos que visam revigorar a regulação.

  17. BDTC - Uma Biblioteca Digital de Trabalhos Científicos com Serviços Integrados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Roberto Cervi

    2009-09-01

    Full Text Available Este artigo apresenta a BDTC, uma biblioteca digital de trabalhos científicos. A BDTC é composta por um conjunto de serviços que busca atender a algumas necessidades dos usuários. O artigo foca a arquitetura da BDTC, mostrando especificamente os serviços de autoarquivamento de documentos, extração de metadados de arquivos PDF e uso de índices que fornecem suporte à busca por similaridade.

  18. Criatividade no trabalho docente segundo professores de história: limites e possibilidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Fátima Magalhães Mariani

    Full Text Available Foi objetivo do presente estudo investigar componentes da organização do trabalho pedagógico e elementos de caráter pessoal/individual que agem como inibidores e facilitadores da expressão da criatividade do professor de História. Participaram do estudo 16 professores de História de 5ª a 8ª séries do Ensino Fundamental de cinco escolas públicas e cinco escolas particulares de Brasília, Distrito Federal. Utilizou-se a entrevista semiestruturada na coleta dos dados. Realizou-se análise de conteúdo, elaborando-se categorias que abrangeram o conteúdo das respostas obtidas. Vários aspectos foram identificados como estímulos e limites à criatividade no trabalho docente. Liberdade e a paixão pelo trabalho foram os facilitadores mais enfatizados. Problemas no relacionamento professor-aluno foi um dos limites mais destacado. Este estudo contribui para desvelar aspectos que impedem a expressão criativa do professor e outros relativos a um ambiente pedagógico favorável à criatividade docente.

  19. Estigmatização e Riscos no Trabalho dos Necrotomistas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frankleudo Luan de Lima Silva

    Full Text Available RESUMO Este artigo objetivou compreender de que maneira a estigmatização é vivenciada por necrotomistas e a relação que eles desenvolvem com os riscos de sua atividade. Quanto à teoria, utilizaram-se os conceitos de estigma e risco, articulando-os com elementos da Psicodinâmica do Trabalho. Metodologicamente, combinaram-se entrevistas semiestruturadas individuais e observações na sala de necropsias. Para a análise dos dados, a opção foi pela análise de conteúdo temática. Participaram deste estudo os necrotomistas do Departamento de Medicina Legal de uma capital do Nordeste brasileiro. Evidenciou-se que a intensa estigmatização está associada ao desconhecimento popular sobre sua atividade e à natureza de seu trabalho. A relação dos necrotomistas com os riscos, inclusive aqueles produzidos pela vivência do estigma, está mediada por um uso intensivo de estratégias defensivas que podem não contribuir para transformar positivamente as situações de trabalho.

  20. O sofrimento e seus destinos na gestão do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brant Luiz Carlos

    2005-01-01

    Full Text Available No presente estudo, buscamos definir o sofrimento a partir da perspectiva freudiana e circunscrever os seus destinos, quando manifestado no trabalho. Foram realizadas entrevistas abertas com trabalhadores, gestores e profissionais da saúde de uma empresa pública de grande porte, do setor de serviços, em processo de reestruturação, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, bem como com familiares dos trabalhadores. Para a análise dos relatos, recorremos ao método hermenêutico-dialético. Constatamos a existência, na gestão do trabalho, de um processo de transformação do sofrimento em adoecimento. A somatização, psiquiatrização, medicalização, licença médica, internação hospitalar e a aposentadoria por invalidez figuraram como alguns dos destinos do sofrimento nesse processo. Partindo do pressuposto de que o sofrimento é uma reação do sujeito diante da diversidade da vida, transformá-lo em adoecimento parece constituir, portanto, uma estratégia de quebra da resistência na gestão do trabalho.

  1. Risco, trabalho e masculinidade. Um estudo sobre os trabalhadores do setor elétrico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julice Salvagni

    2013-12-01

    Full Text Available Este estudo é parte de uma dissertação de mestrado (2011 que abordou aspectos referentes ao risco de trabalho no setor elétrico. Neste artigo, dá-se ênfase a uma análise sobre as noções de subjetivação da masculinidade que perpassam a realidade de trabalho dos eletricitários e que estão diretamente relacionadas ao entendimento de risco de acidentes. Para além do risco de acidentes físicos, compreende-se que os riscos se constituem na esfera do invisível (fatores sócio-psicológicos. Destacam-se elementos de ordem subjetiva que constituem a relação dos trabalhadores com as noções de tempo, para ser possível abordar a concepção do risco. As falas dos trabalhadores são postas em diálogo com autores como Dejours, Giddens e Bourdieu. O texto traz elementos descritivos que possibilitam elucidar as relações entre trabalho e masculinidade no setor elétrico a ser um inimigo indissociável do risco.

  2. Psicologia e Educação: repercussões no trabalho educativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Paulino Tonus

    Full Text Available Este trabalho resultou de indagações a respeito da contribuição da Psicologia da Educação para o trabalho educativo. Entende-se que um dos modos de efetivar tal contribuição é a inserção da disciplina Psicologia da Educação na grade curricular dos cursos de formação de professores. Neste artigo defende-se que o ensino de Psicologia se desenvolva numa perspectiva crítica, em que o homem seja concebido como constituído historicamente. A ênfase nesta perspectiva deveu-se à análise da literatura que oferece embasamento teórico às práticas educativas orientadas pela Psicologia da Educação. O objetivo é oferecer elementos para se pensar uma educação dirigida ao homem concreto como uma das contribuições que a Psicologia pode oferecer a um trabalho educativo comprometido com a superação do subjetivismo.

  3. O pêndulo oscilante: sociologia do trabalho e movimento sindical no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Aurélio Santana

    Full Text Available O presente artigo analisa a relação estabelecida entre a sociologia do trabalho e o sindicalismo no Brasil. Isso é feito cobrindo-se três momentos dessa relação. Tendo como pano de fundo as sucessivas conjunturas políticas e econômicas, partimos daquela primeira geração de sociólogos do trabalho até o período recente, buscando identificar os pontos mais característicos dessa trajetória. Trabalhamos com a hipótese segundo a qual, ao longo de sua trajetória, a sociologia do trabalho no Brasil foi marcada, em seus primórdios, pela busca de afirmação e profissionalização (1950/1960; posteriormente, desenvolveu um forte engajamento político-social, assumindo um caráter público e servindo para conformar certas identidades sociais (1970/1980; por fim, teria derivado para uma sociologia para as políticas públicas (1990/2000.

  4. O trabalho em causa na "epidemia depressiva" Work in question in the "depression epidemic"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Pereira

    2011-01-01

    Full Text Available Entendemos que o sofrimento social - particularmente quando se manifesta na forma da depressão - é inerente à atual configuração do mundo do trabalho e afeta às mais diversas ocupações profissionais, todas elas marcadas pela desfiliação e pela sobrecarga de trabalho. Paradoxalmente à época da superestimação dos transtornos mentais e da medicalização da sociedade, o sofrimento no trabalho é expulso do campo clínico, teórico e político.The text argues that social suffering - particularly when manifest in the form of depression - is inherent to the current configuration of the world of work and affects the most diverse professional occupations, all of them marked by dissociation and overwork. Paradoxically in an era involving the overestimation of mental disturbances and the medicalization of society, suffering at work is expelled from the clinical, theoretical and political field.

  5. Metodologia de ensino e aprendizagem sobre relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Simone Cordeiro Pelissoli

    2017-02-01

    Full Text Available O trabalho busca uma metodologia de ensino-aprendizagem para o conteúdo “relacionamento interpessoal” na disciplina Gestão de Pessoas, buscando qualificar os alunos para a carreira profissional. Justifica-se sua importância devido à problemática de que muitos profissionais apresentam dificuldades em atender e cativar as pessoas no ambiente de trabalho, com o intuito de viabilizar uma postura mais adequada que o torne diferenciado. O objetivo do trabalho é aplicar uma metodologia em sala de aula que provoque a reflexão dos alunos quanto ao seu relacionamento interpessoal, sendo que é um tema subjetivo e saber lidar com as pessoas é essencial no sucesso profissional. Trata-se de um estudo de caso aplicado no IFRS – campus Osório com alunos do Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. Um dos resultados aponta para a importância de se estudar meios de melhorar o processo de ensino e aprendizagem para uma melhor reflexão na vida profissional e pessoal, mesclando diferentes métodos de ensino, aliando a teoria com a realidade de forma dinâmica, provocando um posicionamento crítico do aluno.

  6. ASPECTOS DA VIDA COTIDIANA NA VIDA DO TRABALHADOR: O ESTRANHAMENTO DO TRABALHO E DA CIDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Luiz Cordeiro Ferreira da Silva

    2017-07-01

    Full Text Available A vida cotidiana do trabalhador da atual sociedade é marcada pela falta de tempo, não lhe sobrando muito tempo para desempenhar outras atividades sem que sejam as profissionais. Parte deste tempo, o trabalhador usa para se deslocar de casa ao trabalho e para volta a casa, evidenciando um modelo precário de transporte público. Além deste excessivo tempo gasto no transporte público, acrescenta-se o fato de como a sociedade moderna coloca o trabalho como atividade central (DAL ROSSO, 2006, desta maneira, a cultura do trabalho como atividade central afasta o ser humano de si, retirando-os o tempo para atividades de lazer, cuidados com suas saúdes, cuidado com a casa, com os filhos e familiares, para estudos e qualificação. Assim sendo, será aqui analisado como esta falta de tempo contribui para alienação e estranhamento deste trabalhador.

  7. Sobrecarga de trabalho da Enfermagem e incidentes e eventos adversos em pacientes internados em UTI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Cristina Zago Novaretti

    2014-10-01

    Full Text Available Estudo prospectivo, tipo coorte que visou identificar a influência da sobrecarga de trabalho da Enfermagem na ocorrência de incidentes sem lesão e eventos adversos em 399 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI. Para coleta de dados, foi aplicado um questionário estruturado e feita análise de prontuários. Nessas admissões, aproximadamente 78% dos incidentes sem lesão e eventos adversos em pacientes foram relacionados à esfera da Enfermagem. Essas ocorrências foram atribuídas à sobrecarga de trabalho, aumentaram o número de dias de internação e o risco de óbito dos pacientes estudados. É fundamental que os gerentes de enfermagem atuem no processo de gestão de pessoas no âmbito hospitalar, evitando a sobrecarga de trabalho e proporcionando, consequentemente, aumento da segurança do paciente.

  8. Para além do "trabalho de campo": reflexões supostamente malinowskianas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giumbelli Emerson

    2002-01-01

    Full Text Available O trabalho propõe uma releitura, confessadamente interessada e irônica, dos célebres esclarecimentos prestados por Malinowski no capítulo de abertura dos Argonautas do pacífico ocidental. Nesse texto, Malinowski expõe suas justificativas para o tipo de aproximação que realizou para estudar uma população melanésia da década de 1910, aproximação desde então consagrada na antropologia mediante a idéia de "trabalho de campo". Pretendo, de minha parte, demonstrar que as mesmas justificativas, colocadas dentro dos quadros propiciados por objetos bem diversos, podem fundamentar uma outra aproximação metodológica. Nesse sentido, continuar "fiel" a Malinowski significa relê-lo (e mesmo subvertê-lo de forma a explorar certas virtualidades de seu texto, acionadas com base em situações de pesquisa com que os antropólogos se deparam atualmente, permitindo adequar à disciplina metodologias que não se definem estritamente como "trabalho de campo". Essas reflexões assentam-se sobre uma trajetória pessoal caracterizada exatamente por pesquisas que privilegiaram materiais arquivísticos e fontes textuais.

  9. A CULTURA DO TRABALHO E A EDUCAÇÃO PLENA NEGADA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Ciavatta

    2017-03-01

    Full Text Available Destacamos o movimento reiterado das elites brasileiras em sonegar a educação como recurso de leitura e compreensão do mundo e de emancipação de todas as formas de opressão. Nas escolas operárias, dominavam as normas de disciplina, as obrigações para com o trabalho e o aprendizado das primeiras letras. Nas escolas do trabalho ou profissionais, predominavam as atividades manuais e eletromecânicas e elementos de cultura geral. As políticas educacionais acompanham a industrialização, criando novas escolas e novos cursos, sem abrir mão do dualismo educacional que acompanha  a estrutura da sociedade de classes e a desigualdade social no país. No primeiro momento, apresentamos algumas questões teórico-metodológicas e o contexto geral da sociedade brasileira onde a subordinação ao trabalho sobrepõe-se à educação. A seguir apresentamos alguns aspectos da educação para filhos de trabalhadores nas primeiras décadas do século XX.

  10. Jornada de trabalho: uma regulamentação em múltipla escolha

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Blass Leila Maria da Silva

    1998-01-01

    Full Text Available O artigo trata da regulamentação recente da jornada de trabalho na Volkswagen e na Ford, logo após a dissolucão da Autolatina. Os acordos selados introduzem a redução e flexibilização da jornada de trabalho, combinadas à instituição de um banco de horas. No caso da Volkswagen, a sua implantação incide nas relações de poder e nos contratos de trabalho efetuados pela empresa. Os seus resultados, embora bastante positivos, ficam restritos ao âmbito dessas montadoras e da base sindical dos metalúrgicos do ABC paulista, ilustrando a sua proposta de ação sindical, denominada "modernização negociada". Por isso, esses acordos devem ser avaliados à luz da trajetória recente das lutas operárias e sindicais, tendo em vista as tendências do sindicalismo brasileiro e internacional.

  11. A partilha do trabalho e a demanda dinâmica por trabalhadores e horas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Pereira

    2001-03-01

    Full Text Available Este artigo investiga se uma redução na jornada de trabalho padrão tem um impacto positivo sobre o nível de emprego, um efeito conhecido na literatura como partilha do trabalho (work-sharing. A inovação do artigo consiste na inclusão de custos de ajustamento do emprego no modelo teórico, o que introduz interessantes aspectos dinâmicos que permitem estudar as trajetórias ótimas do emprego e das horas médias no curto e longo prazos. A principal conclusão é que a partilha do trabalho não ocorre, mesmo considerando os custos de ajustamento do emprego.This paper investigates whether a reduction in standard hours has a positive impact on the employment level, an effect known in the literature as work-sharing. The innovation here is to include employment adjustment costs in the theoretical model. This feature introduces interesting dynamic aspects, which make it possible to study optimal paths of employment and average hours both in the short and the long run. The main result is that work-sharing does not occur even in the presence of employment adjustment costs.

  12. Trabalho docente nas universidades federais: tensões e contradições

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Lemos

    Full Text Available Este artigo analisa o trabalho docente nas Universidades Federais, em especial na Universidade Federal da Bahia, entre 2005 e 2008, a partir do fenômeno da precarização social do trabalho e da consequente alienação do trabalhador, baseando-se nos resultados de pesquisa de doutorado realizada na UFBA. Descreve as dimensões fundamentais desse processo: a multiplicidade de tarefas, a captação de recursos internos e externos para a pesquisa, as contradições entre a formação e as demandas do sistema universitário, a sobrecarga de trabalho e suas consequências, como ausência do lazer, perda de controle sobre o projeto acadêmico e adoecimento. Conclui que a principal contradição vivida pelo docente é a de que a autonomia percebida por ele não é a exercida, uma vez que está submetido a diversos controles internos e externos do sistema meritocrático, cujas exigências ultrapassam a capacidade física e psíquica do professor para responder adequadamente. Entretanto, compreender o processo de alienação é a base para a transformação e emancipação daqueles que possuem o papel fundamental de desenvolver as capacidades do outro.

  13. Origem e relação do trabalho com o ser humano e as limitações do trabalho na prisão = Origin and work relationship with human being and labor limitations in prison

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Correa, Marina Aparecida Pimenta da Cruz

    2016-01-01

    Full Text Available O presente trabalho se propõe a analisar a origem e a relação do trabalho com o homem, elucidando a realização do trabalho prisional e os entraves para seu funcionamento, a fim de conciliar as diretrizes da Lei de Execução Penal que estabelece o trabalho como forma de (re socialização na prisão à realidade apresentada àqueles que cumprem pena restritiva de liberdade. Considerando a categoria trabalho como determinante na vida humana ao longo da história, relegando status de homem trabalhador valorizado pela sociedade, a identidade profissional acaba, muitas vezes, confundida com o próprio indivíduo no meio social. Portanto, torna-se necessário pensar no lugar que o trabalho ocupa na vida do homem, sobretudo de pessoas que passaram pelo sistema prisional, uma vez que a identidade do sujeito se atrela, geralmente, ao trabalho que exerce no meio social

  14. TRABALHO E EDUCAÇÃO: AMBIENTE, RELAÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DOS PROFISSIONAIS (PROFESSORES DA EDUCAÇÃO DE ALTAMIRA.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rozinaldo Ribeiro da Silva

    2017-03-01

    Full Text Available O artigo tem como objetivo identificar os fatores implícitos nas instituições municipais de ensino de Altamira, que colaboram para o surgimento e/ou agravamento do mal estar docente e analisar como o ambiente e as relações de trabalho promovem o desequilíbrio na saúde desses profissionais. No primeiro momento foi realizada a pesquisa bibliográfica utilizando como referências as contribuições de Marx (1988, Codo (1993, Iamamoto (2006, Gramsci (1995, Silva (2005, Tardif (2009. Na busca de resposta ao problema, para fins de organização optou-se por realizar, juntamente com a pesquisa bibliográfica, a pesquisa de campo, que ocorreu na SEMEC, ALTAPREV, SINTEPP e CAPS, nestes órgãos foram adquiridos documentações formais para análise da problemática em questão e em três Escolas Municipais de Ensino Fundamental foram aplicados questionários aos professores. Os dados adquiridos na pesquisa empírica possibilitaram observar que a grande maioria dos profissionais da educação afastados e/ou reabilitados no período da pesquisa são professores (as; todos os docentes entrevistados relataram algum tipo de mal estar relacionado ao contexto “ambiente e relações de trabalho”. Assim, foi possível concluir que tanto o ambiente, quanto as relações de trabalho implicam diretamente na saúde docente.

  15. A importância dos valores de vida e qualidade de vida no trabalho no compromisso afectivo à organização

    OpenAIRE

    Lourenço, Marta Isabel Fernandes

    2014-01-01

    O objetivo geral deste estudo é avaliar e compreender qual o efeito que as dimensões da Qualidade de Vida no Trabalho (Características do trabalho; Carreira: Formação, Promoção, Apoio, Reconhecimento e Componente Económica; Condições de trabalho; Relações de trabalho; Equilíbrio Trabalho-Família e Lazer) e os valores de vida (família e trabalho) têm no Compromisso Organizacional Afetivo. Para a realização deste estudo foi aplicado um questionário a 161 trabalhadores de uma e...

  16. Acidente de trabalho, morte e fatalismo Work accident, death and fatalism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabel Cristina Ferreira Borsoi

    2005-04-01

    Full Text Available Este artigo se propõe discutir a atitude fatalista diante do acidente de trabalho e da morte. Toma como suporte empírico a representação que trabalhadores acidentados na construção civil constroem acerca daqueles eventos. Parte de um conjunto de entrevistas com seis trabalhadores que se encontravam afastados do trabalho por invalidez decorrente do acidente. A análise realizada busca mostrar que os indivíduos tendem a construir explicações e justificativas a partir de uma perspectiva fatalista de modo a poderem aceitar e conviver com o medo do acidente e da morte ou com a dor da perda. Argumenta também que a atitude fatalista, não pode se modificar apenas com a tomada de consciência, por parte dos trabalhadores, de que acidentes e mortes no trabalho estão relacionados a condições precárias de trabalho. Para modificarem suas atitudes, seria necessário, também, que experimentassem novas condições de vida e trabalho, podendo, assim, construir uma nova concepção de mundo e de vida.This article proposes a discussion about the fatalistic posture adopted when a worker faces work accidents and death. It has its empirical support on the representation which injured construction workers create about these events. The study was based on interviews made with six workers who were unable to return to work due to the disability caused by accidents. The accomplished analysis intends to show that the individuals create explanations and justifications based on a fatalistic perspective. This way of thinking enables them to accept and to live with the fear of accidents and death, or with the pain caused by a loss. It also argues that the fatalistic attitude cannot be modified only by understanding that accidents and deaths that happen at the work environment are related to its precarious conditions. In order to change this attitude, it would be necessary to experience new conditions of life and work, so that the workers would be able to create

  17. O trabalho da mulher e as negociações coletivas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Sanches

    2003-12-01

    Full Text Available MUITOS motivos têm levado a mulher para o mercado de trabalho: a emancipação feminina e a opção por um projeto profissional, o desemprego ou a perda de renda do cônjuge e o crescimento do número de mulheres chefes de famílias. Este ingresso da mulher no mercado de trabalho, no entanto, não tem sido fácil, devido à conjuntura político-econômica dos últimos anos, que tem criado muitas barreiras para todas as pessoas que procuram ocupação. Outras adversidades, porém, agravam ainda mais a situação da participação feminina no mercado de trabalho. Traduzidas em diversas formas de discriminação, revelam-se por meio de baixos salários, ocupação de postos precários, discriminação na contratação e ascensão, desemprego. Para mostrar essa inserção diferenciada da mulher do mercado de trabalho, o Dieese reuniu e analisou os resultados das negociações coletivas no pa��s, de 1996 a 2000, sob o enfoque da questão de gênero. Os resultados mostram o quanto ainda é necessário caminhar para condições mais igualitárias entre os sexos e a importância da negociação coletiva na regulamentação das relações de trabalho.FOR MANY reasons, women go to the labour market: emancipation, leading to professional plans; income loss due to spouse's unemployment or other changes; increases in the number of women heading families. However, it has been an uneasy transition, as in the current conjunctural context people looking for a job are experiencing all sort of barriers. Another dificulties even worse women conditions in the labour market. They have to do with gender discrimination, which leads to low salaries, inequality in employment access and opportunities, unemployment. To better show this situation, Dieese gathered and analysed the results of collective bargaining in our country, from 1996 to 2000, in the gender context. The results show how far from equality we are referring to gender issues, and the relevance of

  18. ESTRESSE NO TRABALHO: ESTUDO COM GESTORES PÚBLICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lyovan Neves Maffia

    Full Text Available O objetivo deste trabalho consistiu em analisar o estresse no trabalho de gestores públicos que atuam nas secretarias de estado de Minas Gerais. A base teórica relacionada ao estresse ocupacional foi fundamentada em Zille (2005, Chanlat (2005, Cooper et al. (2002, 1988, Couto (1987 e Selye (1959. Em relação à gestão, baseou-se em OCDE (2010, Bresser-Pereira (2009, Madureira e Rodrigues (2006 e Davel e Melo (2005; Rezende (2002 e Marini (2002. Este trabalho pode ser classificado como um estudo descritivo, com abordagem quantitativa. Foram analisados 181 gestores das secretarias de estado de Minas Gerais, sendo que o Modelo Teórico de Explicação do Estresse Ocupacional em Gerentes (MTEG, desenvolvido por Zille (2005, foi a referência principal. Os softwares Excel e SPSS - Statistical Package for the Social Sciences foram utilizados para a análise dos dados. Os resultados evidenciaram que 26,0% dos gestores pesquisados apresentaram ausência de estresse ocupacional; 26,0%, nível de estresse leve a moderado; 43,0%, nível de estresse intenso; e 5,0% nível de estresse muito intenso. Foram identificadas as principais fontes de tensão excessivas existentes no ambiente de trabalho, os mecanismos de regulação mais utilizados pelos gestores públicos estaduais para enfrentar as situações tensionantes e os indicadores de impacto do estresse na produtividade dos gestores. Este estudo mostrou-se oportuno uma vez que há estudos sobre o estresse ocupacional em gestores da iniciativa privada, mas pouco se sabe sobre o impacto das reformas administrativas do serviço público na saúde laboral dos gestores. Os resultados deste trabalho apresentaram relação direta com outros estudos e espera-se que possa contribuir com o balizamento de projetos institucionais do estado de Minas Gerais para redução ou controle dos níveis de estresse ocupacional dos gestores.

  19. Emprego e trabalho no início do século XXI: revisitando Keynes e Marx

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Benedito Rodrigues de Moraes Neto

    Full Text Available A natureza do trabalho nas economias avançadas apresentou significativa mudança recente. O progresso tecnológico ocasionou redução do trabalho sem conteúdo e ampliação daquele de maior qualificação ou escolaridade, fenômeno para cuja discussão se busca auxílio de Keynes e Marx. No caso de Keynes, destaca-se sua antevisão de que o progresso tecnológico geraria imensa redução do tempo de trabalho e ampliação do tempo de lazer. Considerando que isso não ocorreu, a falha pode ter acontecido por trabalhar com oposição entre trabalho sem conteúdo e lazer, não possibilitando capturar as mudanças históricas no trabalho e na relação dos homens com ele. A visão de Marx é completamente diferente, pois sua oposição se dá entre trabalho desprovido de conteúdo e "trabalho atividade", esse último impregnado de conteúdo e fundamental para o desenvolvimento das individualidades. A realidade atual tem, portanto, uma maior "colagem" com Marx e apresenta grandes desafios para o capitalismo e sua crítica.

  20. Qual o significado do trabalho para as pessoas com e sem deficiência física?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila de Sousa Pereira

    Full Text Available Este estudo classificou aspectos positivos e negativos associados ao trabalho por 27 trabalhadores com deficiência física (TDF em comparação com outros 27 sem deficiência (TND. Os grupos foram emparelhados em sexo, idade, estado civil, nível econômico e função. Os instrumentos utilizados foram: Critério de Classificação Econômica Brasil e Questionário sobre Aspectos do Trabalho. As respostas foram analisadas qualitativa e quantitativamente. Os resultados identificaram seis classes de aspectos positivos (cidadania, conciliação de interesses, finanças, relações sociais, valorização pessoal e valorização profissional e cinco de negativos (desgaste físico e emocional, desvalorização profissional, dificuldades interpessoais, jornada de trabalho extensa e mecanização do trabalho. A análise estatística apresentou diferença somente na classe jornada de trabalho extensa, com freqüência maior para TND. Conclui-se que a deficiência física não foi fator determinante na valorização de aspectos positivos e negativos do trabalho. Discute-se a importância do trabalho para o desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas com deficiência.

  1. Notas sobre suicídio no trabalho à luz da teoria crítica da sociedade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula de Ávila Gomide

    Full Text Available Tendo como ponto de partida as discussões de Cristophe Dejours sobre o suicídio ligado às novas organizações de trabalho no mundo contemporâneo, este trabalho visa a apontar mais elementos teóricos para a discussão do problema a partir do referencial da teoria crítica da sociedade. Os escritos de Adorno, Horkheimer e Marcuse oferecem um arsenal conceitual profícuo para o tema em questão, no sentido de iluminar a atual forma histórica pela qual o progresso e o cientificismo técnico - a racionalidade instrumental - têm se objetivado. As formas de organização do trabalho nas empresas sob a gestão do terror mobilizam e fortalecem nos indivíduos seus traços autoritários, características individuais tornadas necessárias à produção e adequadas ao clima social com tendências destrutivas. Enfim, o sofrimento no trabalho é entendido como reflexo da deformação da subjetividade pela forma social imperante de trabalho alienado das sociedades pós-industriais, assim resultando no chamado trabalho morto - o ato suicidário de um trabalhador no seu local de trabalho.

  2. Violência relacionada ao trabalho: uma proposta conceitual Work-related violence: a conceptual proposal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberval Passos de Oliveira

    2008-12-01

    Full Text Available O aumento de situações de violência no âmbito do trabalho vem se constituindo um importante problema de Saúde Pública, que tem impacto na dignidade e na qualidade de vida dos trabalhadores. Nessa perspectiva, este artigo tem como objetivo propor, a partir da discussão do fenômeno da violência e de sua faceta concernente ao trabalho, o conceito de violência relacionada ao trabalho, como referência para futuros estudos no campo da Saúde do Trabalhador. Trata-se de um artigo conceitual de síntese, no qual se buscou problematizar a questão da violência e suas interfaces com o conceito de poder, a fim de elaborar uma definição capaz de abarcar a diversidade e a complexidade da relação entre trabalho e violência, além de se mostrar suficientemente abrangente para incorporar a riqueza das discussões acumuladas no campo, sem perder a possibilidade de ser operativo. Argumentamos que a proposição do conceito de violência relacionada ao trabalho poderá evitar mal-entendidos provocados pelo uso de termos como violência do trabalho e violência no trabalho, além de instrumentalizar a produção de conhecimentos que fundamentem a elaboração de diagnósticos mais precisos sobre a condição do trabalhador brasileiro, e, consequentemente, a formulação de políticas de combate à violência e de promoção da cidadania.The increase of violence situations in the work environment is becoming an important Public Health problem, with impacts on workers' dignity and quality of life. In this perspective, the present article aims to propose the concept of work-related violence, as a reference for future studies in the field of Workers' Health starting from a discussion of the violence phenomenon and its work-related facet. This is a conceptual synthesis article, in which we have tried to look at the issue of violence and its interfaces with the concept of power, in order to build a definition able of embracing the diversity and

  3. Tendências na incidência e mortalidade por acidentes de trabalho no Brasil, 1998 a 2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Souza e Silva de Almeida

    2014-09-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi avaliar as tendências na incidência e mortalidade por acidentes de trabalho no Brasil, de 1998 a 2008. Trata-se de estudo ecológico de séries temporais, que incluiu, para a análise, os acidentes de trabalho registrados nas estatísticas oficiais do Governo Federal. Foram calculadas as variações percentuais anuais (APC nas taxas de incidência e de mortalidade, através da modelagem pelo método Joinpoint, usando o ano calendário como variável regressora. Observou-se tendência significativa de decréscimo na taxa de incidência de acidentes de trabalho, o mesmo ocorrendo para os acidentes de trabalho típicos. Para ambos, o número de casos aumentou nesse período. O número de casos de acidentes de trabalho de trajeto e sua incidência mostraram tendência significativa de aumento. O número de óbitos e a taxa de mortalidade registraram tendência de decréscimo. São discutidos como fatores contribuintes para o declínio das taxas de incidência de acidentes de trabalho e de mortalidade por esta causa: melhoria das condições de trabalho, maior crescimento do setor de serviços do que do setor industrial, subnotificação dos acidentes de trabalho e terceirização dos serviços. O aumento dos acidentes de trabalho de trajeto sugere a influência da violência dos centros urbanos.

  4. Trabalhadores de enfermagem: compreendendo condições de vida e trabalho e ritmos biológicos

    OpenAIRE

    Flavio Notarnicola da Silva Borges

    2007-01-01

    Objetivos. Este estudo teve como objetivos avaliar a capacidade para o trabalho, a estrutura temporal do sono, da 6-sulfatoximelatonina e do cortisol em trabalhadores em turnos da área de enfermagem. Métodos. Foram realizados dois estudos. Um estudo transversal para analisar a capacidade para o trabalho e o envelhecimento funcional precoce, através de questionários de condições de vida e trabalho e sintomas de saúde, da qual participaram 696 profissionais da área de enfermagem. E um cronobiol...

  5. Trabalho e educação profissional : uma análise sob a ótica dos jovens

    OpenAIRE

    Silva, Ana Maria de Vasconcelos

    2002-01-01

    O tema de investigação desta pesquisa é o trabalho e a educação profissional para os jovens. O objetivo é o de verificar como os jovens que buscam programas de educação profissional e inserção no mercado de trabalho concebem as questões relacionadas com o trabalho, projeto profissional, qualificação e competência, nesta transição da era industrial para a era do conhecimento, global e digital. Para embasamento desta pesquisa privilegiou-se a abordagem histórico-cultural. A pesquisa foi realiza...

  6. Justiça do trabalho: entre a “lei” e a “realidade” (1941-1945)

    OpenAIRE

    Bartmann, Tatiane

    2014-01-01

    A presente pesquisa objetiva analisar as relações de trabalho nas empresas fundadoras do Centro da Indústria Fabril do Rio Grande do Sul (Cinfa) e a atuação mediadora da Justiça do Trabalho conciliando ou julgando os processos trabalhistas movidos pelos empregados desses estabelecimentos. A investigação ocorre por meio dos processos trabalhistas individuais que tramitaram na 1ª Junta de Conciliação e Julgamento de Porto Alegre (1ª JCJ), órgão de primeira instância da Justiça do Trabalho, desd...

  7. Parâmetros de indenização no acidente do trabalho ou doença ocupacional

    OpenAIRE

    Tagliari, Rômulo Augusto

    2013-01-01

    O presente trabalho pretende tratar de parâmetros de indenização decorrentes de acidente do trabalho ou doença ocupacional, abordando principalmente decisões judiciais e doutrina referente ao tema. Para tanto, faz-se uma breve análise do instituto da responsabilidade civil, discorrendo-se quanto aos seus elementos e hipóteses em que é caracterizada de maneira geral. Após, examina-se a infortunística, demonstrando as características do acidente do trabalho, de forma a esclarecer a sua caracter...

  8. PEDAGOGIA NOS CURSOS DE PEDAGOGIA? da ausência e dos impactos no trabalho pedagógico

    OpenAIRE

    Liliana Soares Ferreira

    2017-01-01

    Esse artigo sistematiza pesquisa realizada nos últimos cinco anos, com o objetivo de estudar os movimentos de sentidos, a historicidade e o trabalho de pedagogas(os) (e, portanto, trabalho pedagógico) descritos nos projetos pedagógicos dos cursos de Pedagogia gaúchos. Com base nesse estudo inicial, objetivou-se entender qual concepção de Pedagogia e de trabalho pedagógico das futuras(os) pedagogas(os) estão na base da elaboração desses projetos pedagógicos e nos discursos de gestores desses c...

  9. A crise do direito fundamental ao trabalho no início do século XXI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daury Cesar Fabriz

    2006-08-01

    Full Text Available O presente estudo procura avaliar o direito ao trabalho no contexto de uma sociedade em transformação. O valor fundamental do trabalho, e seu desenvolvimento e sua proteção. O trabalho como condição da dignidade da pessoa humana e gerador de riquezas na era da globalização financeira; processo esse que vem modificando o universo da produção e da dominação. Ressalta a decadência do estado do bem-estar e o fim da sociedade do emprego.

  10. Estrutura do mercado de trabalho metropolitano na região sul do Brasil, em 1995 e em 2005

    OpenAIRE

    Sampaio,Armando Vaz

    2012-01-01

    Para melhor compreender as transições que ocorrem no mercado de trabalho, é importante considerar os fluxos de estar empregado, desempregado e fora do mercado de trabalho e as probabilidades envolvidas em função de variáveis socioeconômicas e geográficas. O modelo econométrico utilizado foi o multinomial logit, em que se observou que há diferença de gênero com respeito a estar ocupado e fora do mercado de trabalho, sendo que, para a primeira situação, a probabilidade é maior para o homem e, p...

  11. Impacto da certificação florestal nas condições de trabalho no complexo florestal.

    OpenAIRE

    Ana Paula Castral

    2003-01-01

    O objetivo deste trabalho é analisar o impacto da certificação florestal sobre as condições de trabalho dos trabalhadores florestais. Acredita-se que, embora a origem da certificação florestal tenha sido condicionada por fatores de mercado, suas preocupações sociais estejam surtindo efeitos nas empresas que a adotaram. Neste trabalho será descrita a formação do complexo florestal, rememorando as políticas fundamentais para a consolidação do atual complexo florestal brasileiro. Será feita uma ...

  12. Não há bela sem senão. A identificação organizacional, os comportamentos de dedicação ao trabalho e o conflito trabalho-família

    OpenAIRE

    Tavares, S.; Caetano, A.; Silva, S.

    2007-01-01

    Este estudo pretendeu analisar a influência da identificação organizacional na percepção de conflito trabalho­‑família do indivíduo, testando o papel mediador da dedicação ao trabalho. Este trabalho é inovador, na medida em que, na literatura, não se conhecem estudos que, de uma forma geral, avaliem as consequências da identificação organizacional para o indivíduo e, particularmente, o seu impacto na percepção de conflito trabalho­‑família. Por forma a podermos estudar estas relações, elaborá...

  13. Divisão do trabalho e trabalho técnico nas escolas de sociedades ocidentais Work division and technical work in the Western schools

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Louis LeVasseur

    2004-12-01

    Full Text Available Este artigo mostra como a divisão do trabalho nas escolas dos Estados Unidos, da França e de Quebec sofre o efeito do aumento dos efetivos de agentes técnicos, essencialmente caracterizados por uma formação pré-universitária e por um trabalho de auxílio aos profissionais docentes e não-docentes (psicólogos, psicoeducadores,1 trabalhadores sociais, orientadores pedagógicos. Os autores focalizam as categorias de emprego2 que oferecem serviços de acompanhamento aos alunos, mais ou menos vinculados à pedagogia ou à gestão do comportamento dos alunos, o que exclui as categorias de emprego que executam tarefas administrativas (secretariado ou manuais (zeladores, pessoal da manutenção dos prédios, motoristas de ônibus. Uma visão geral dos efetivos desses agentes escolares nos Estados Unidos, na França e em Quebec precede uma descrição sintética de suas respectivas funções. Em seguida, para melhor compreender a presença e o crescimento recente dessas categorias de emprego nos meios escolares, os autores propõem diversas pistas interpretativas ligadas a transformações que dizem respeito, cada uma a seu modo, à escola: a divisão do trabalho nas escolas, a desprofissionalização, o surgimento de um modelo comercial na educação, a massificação, a busca de novos modos de gestão dos comportamentos a-escolares baseados na empatia e a perda de legitimidade institucional (vinculada ao fato de nossas sociedades passarem de um modelo antigo de modernidade para um novo modelo de modernidade. Os autores frisam em particular o risco de ver esse pessoal técnico, que tem uma formação diferente da dos profissionais docentes e não-docentes, introduzir nas escolas um pluralismo normativo que leva a uma certa forma de instabilidade institucional.This paper explores the division of work in schools and colleges from the United States, France and Quebec, and shows the impact of the increase of technical agents mainly characterized by

  14. Trabalho infantil em Pelotas: perfil ocupacional e contribuição à economia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Facchini Luiz Augusto

    2003-01-01

    Full Text Available O trabalho infantil é um fenômeno global de grandes proporções, especialmente em países em desenvolvimento. Estima-se que, em todo o mundo, 352 milhões de crianças e adolescentes menores de 18 anos são economicamente ativos, incluindo atividades remuneradas, trabalho não-pago, ilegal e no setor informal da economia. No Brasil, cerca de 9,3 milhões de crianças entre 10 e 17 anos trabalham. Os estudos sobre a contribuição econômica das crianças à renda familiar são escassos. Este artigo apresenta o perfil ocupacional e a contribuição econômica de crianças e adolescentes, com destaque para aspectos relacionados à idade, ao gênero, à escolaridade e à situação socioeconômica de suas famílias em uma amostra de 4.924 indivíduos entre 6 e 17 anos, representativa dos setores urbanos pobres de Pelotas. As crianças e adolescentes trabalhadores contribuíam em média com 18% da renda familiar. Dos que trabalhavam, metade contribuía no mínimo com 10% da renda familiar e um quarto respondia por 25% ou mais da renda familiar. Quanto menor a renda familiar dos adultos, maior a proporção da contribuição de crianças e adolescentes à renda familiar total, maior a exclusão escolar de adolescentes trabalhadores e maior a jornada de trabalho infanto-juvenil.

  15. Significados do trabalho e do dinheiro: Quais suas funções sociais?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabrina Cavalcanti Barros

    2018-03-01

    Full Text Available Estudos sobre o trabalho e o dinheiro têm enfatizado a dimensão institucional desses fenômenos, destacando funções como a capacidade de interligar a satisfação das necessidades individuais e a manutenção da ordem social. Tais funções são ativadas no cotidiano dos indivíduos, sendo construídas socialmente na produção dos significados dos referidos fenômenos. Exploramos as funções que os significados do trabalho e do dinheiro cumpriram na vida dos operários da construção civil. Realizamos entrevistas semiestruturadas com 44 operários e desenvolvemos análise de conteúdo temática. Identificamos dois grandes eixos norteadores: inclusão e inserção sociais versus exclusão social e realização e sentido de utilidade versus degradação. Os resultados indicaram que as condições de trabalho precárias e a escassez de dinheiro estruturaram os modos de enfrentamento dessas realidades, na valorização dos benefícios alcançados, na naturalização e no conformismo, decorrentes da dureza e limitação de oportunidades experimentadas por esses trabalhadores. Limitações da pesquisa e sugestões são apontadas.

  16. Saúde mental e trabalho: os problemas que persistem Mental health and work: persistent issues

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leny Sato

    2005-12-01

    Full Text Available Este artigo toma por objeto a Saúde Mental e Trabalho como uma subárea do campo da Saúde do Trabalhador. Parte da constatação de que os problemas de saúde mental e trabalho, já identificados em meados da década de 1980, persistem. Após retomar a taxonomia de tais problemas, busca evidenciar algumas de suas expressões atuais a partir da assistência e da vigilância em saúde do trabalhador, bem como pela perspectiva de alguns sindicatos mais atentos à questão. Para tal, toma como ponto de partida o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CRST de Campinas. Por fim, pontua algumas características do trabalho no contexto atual para compreender as motivações dessa persistência.This article focuses on Mental Health and Work as a subarea of the Workers’ Health field. Its starting point is the observation that the problems of mental health related to work identified in the mid 80’s still persist. After exposing the taxonomy of these problems, the paper searches to explain some of their current expressions from the assistance and the surveillance in workers’ health as well as from the point of view of some trade unions more attentive to this issue. In order to do that, the Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CRST of Campinas is taken as a reference. Finally, it points out to some characteristics of work in the present context to understand the reasons of this persistence.

  17. Instituições e a informalidade no mercado de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriel Ulyssea

    2008-09-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é desenvolver um modelo que concilie os principais aspectos institucionais relativos à informalidade no mercado de trabalho. Trata-se de um modelo de matching com dois setores, formal e informal, que incorpora os principais tradeoffs que firmas e trabalhadores enfrentam ao decidir em que setor ingressar. O modelo apresenta uma inovação que o torna mais coerente aos principais fatos estilizados e às evidências empíricas mais recentes. Os resultados das simulações de políticas mostram que elevações no seguro-desemprego e reduções no imposto sobre a folha geram impactos positivos, porém reduzidos, sobre os principais indicadores do mercado de trabalho. Ao contrário, uma intensificação da fiscalização governamental leva a significativas reduções da informalidade, mas também provoca uma elevação substancial da taxa de desemprego e uma piora em outros indicadores do mercado de trabalho brasileiro.This paper aims to develop a model capable of reconciling some of the main institutional aspects relative to labor market informality. It is a two-sector, formal and informal, matching model that incorporates the main tradeoffs faced by workers and firms when deciding in which sector they will operate. The model presents an innovation that makes it more coherent with most stylized facts and recent empirical evidence. Policy simulation's results show that increasing unemployment benefits and reducing payroll taxes generate positive, although small effects over labor market indicators. However, intensifying government audition rates implies a substantial reduction of informality rates, but it also causes unemployment to increase and the deterioration of other important indicators in the Brazilian labor market.

  18. Drogas e trabalho: uma proposta de intervenção nas organizações

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarice Sampaio Roberto

    Full Text Available Neste artigo, trazemos à discussão uma proposta de abordagem ao uso de drogas (legais e ilegais no local de trabalho. O relato da intervenção e das respectivas considerações partiu de uma assessoria prestada a uma empresa pública, de grande porte, que demandava um projeto terapêutico e preventivo para tratar do problema. Como resposta, foi desenvolvida uma política institucional específica, alicerçada no seguinte tripé: a implantação de uma rotina norteadora para a abordagem dos funcionários quanto ao uso de drogas no trabalho; o credenciamento de locais para tratamento e a criação de comitês, liderados por funcionários, que passaram a ser responsáveis pela condução do programa após o término do trabalho da assessoria. Ressaltamos a importância da participação do maior número possível de funcionários, principalmente daqueles com poder decisório para a sustentação e implementação de um Programa, bem como a necessidade de criar uma política que intervenha no instituído e que considere os âmbitos administrativo, operacional e de saúde. Assim, marca-se uma diferença em relação à forma como, até há poucos anos, vinha sendo tratado o problema, oscilando entre o descaso e a punição.

  19. Perfil dos acidentes de trabalho em refinaria de petróleo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Vaz de Souza

    2002-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: O trabalho em refinarias de petróleo envolve o risco de acidentes triviais e ampliados. Os dados nacionais apontam para a relevância dos acidentes nesse setor. Assim, realizou-se pesquisa com o objetivo de identificar o perfil e avaliar a adequação dos instrumentos de registro dos acidentes de trabalho em refinaria. MÉTODOS: Foram padronizadas e analisadas informações referentes aos acidentes de trabalho nas atividades de produção e manutenção registradas em uma refinaria de petróleo do Estado do Rio de Janeiro, no ano de 1997. A população estudada constituiu-se de 153 pessoas, sendo 83 trabalhadores próprios lesionados e 69 trabalhadores terceirizados lesionados. As variáveis analisadas foram: tipo de acidente, modo de operação e função do trabalhador lesionado. RESULTADOS: Em relação aos trabalhadores próprios, houve predominância dos chamados acidentes triviais (54,2% e quanto ao modo de operação, houve concentração dos acidentes nas atividades em operação normal (62,9%. Quanto aos trabalhadores terceirizados, os acidentes triviais (75,5% tiveram predominância mais acentuada; e quanto ao modo de operação, houve um domínio quase total dos acidentes na atividade de manutenção (96,8%. CONCLUSÕES: Os resultados mostraram um perfil de acidentes que afeta principalmente os níveis hierárquicos mais baixos, concentrando-se de modo geral nas atividades de manutenção, além da necessidade de modificações no sistema de registro e investigação de acidentes por parte da empresa.

  20. Valores Organizacionais e Valores do Trabalho: um estudo com operadores de call center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kely César Martins de Paiva

    Full Text Available Resumo Este estudo analisa como estão configurados os valores organizacionais e os valores do trabalho de operadores de um call center, situado em Belo Horizonte (MG. A análise em tal ambiente laboral, permeado por idiossincrasias, foi realizada por meio de pesquisa de campo, descritiva, com abordagens quantitativa e qualitativa, caracterizando uma triangulação metodológica. Os dados de 399 questionários foram tratados estatisticamente e os oriundos de 22 entrevistas foram submetidos à técnica de análise de conteúdo. Quanto aos valores organizacionais, percebeu-se uma predominância do valor “conformidade”, fato compreensível porque tal tipo de organização ser reconhecida pelo respeito às regras, posturas e modelos de comportamentos predefinidos. Em relação aos valores do trabalho, destacam-se os resultados relacionados a “estabilidade” e a “realização no trabalho”, pois são valores envolvidos na busca por segurança, adquirida por meio do trabalho, e por prazer e realização pessoal e profissional, respectivamente. O estudo tratou de dois construtos que ainda não haviam sido pesquisados conjuntamente e também contribuiu para a compreensão de particularidades do tipo de empresa abordada. Além disso, a triangulação possibilitou observar disparidades entre dados coletados por meio das técnicas diferenciadas, o que incita a continuidade e a expansão da pesquisa, tanto no que tange aos temas focalizados como aos contextos a ser investigados.

  1. FORMAÇÃO HUMANA OU PRODUÇÃO DE RESULTADOS? TRABALHO DOCENTE NA ENCRUZILHADA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olinda Evangelista

    2015-12-01

    Full Text Available A metáfora da “encruzilhada” foi usada por Fernando de Azevedo, nos anos de 1920, para obscurecer os diferentes interesses de classes sob o litígio “tradicionais e renovadores” e definir o sentido burguês da escola pública. A encruzilhada de classe, então elidida por Azevedo, permanece e a essencial relação Capital-Trabalho tem sido dissolvida na designação “rico e pobre”. O debate proposto refere-se à encruzilhada do trabalho docente: produção de resultados ou formação humana. Baseadas em análises de documentos educacionais de Organizações Multilaterais, do Aparelho de Estado e numa literatura nacional e internacional, problematizamos as políticas destinadas aos professores, como as de recrutamento, avaliação, formação e gestão. Objetivamos colaborar para o esforço de compreender o horizonte do trabalho docente: compromisso com a educação da classe trabalhadora, promoção da contrainteriorização do projeto burguês, desalienação, formação da consciência crítica nos cursos de formação docente e nas lutas sociais, construção de um projeto histórico a contrapelo das demandas capitalistas. Concluímos que os professores são combatidos porque podem ensinar crianças, jovens e adultos a pensar historicamente de modo que questionem as relações sociais capitalistas e possam se ver como arquitetos do futuro, tendo como norte outra ordem social.

  2. Juventude, trabalho e instituições filantrópicas Youth, work and philanthropic institutions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delma Pessanha Neves

    2006-12-01

    Full Text Available A restrição de postos de trabalho e a desqualificação dos saberes profissionais fundados na experiência cotidiana e na reflexão de ensinamentos transferidos entre gerações de trabalhadores têm constrangido pais e filhos quanto à elaboração de projetos de inserção de novas gerações pelo trabalho. Agentes institucionais que se outorgam a colaboração nesta tarefa pouco conseguem apresentar alternativas, razão pela qual deslocam suas proposições para a defesa das atividades que caracterizam práticas culturais e lúdicas, quase sempre orientadas pela provisoriedade. A partir da análise da prática de três instituições filantrópicas voltadas para formação profissional de jovens advindos de camadas populares e de pesquisa sobre itinerários ocupacionais com este segmento populacional, proponho-me analisar alguns dos dilemas que os agentes em jogo enfrentam, sugerindo perspectivas facilitadoras da elaboração de propostas para a inserção de jovens no mercado de trabalho.Lack of employment and non-recognition of professional knowledge based on everyday experience and on the reflection of learning processes based on transfer through generations, have constrained parents and children in the elaboration of projects of inclusion of new generations through work. Institutional agents that could cooperate in this task cannot point alternatives, and, for this reason, almost always propose activities related to cultural or leisure practices, almost always temporary. Based on the analysis of three philanthropic institutions oriented towards education of youngsters from low income families, an analysis of some of the dilemmas faced by those actors is undertaken, suggesting facilitating perspectives for the making of proposals of youngster's inclusion in the work market.

  3. Trabalho infantil em Pelotas: perfil ocupacional e contribuição à economia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Facchini

    Full Text Available O trabalho infantil é um fenômeno global de grandes proporções, especialmente em países em desenvolvimento. Estima-se que, em todo o mundo, 352 milhões de crianças e adolescentes menores de 18 anos são economicamente ativos, incluindo atividades remuneradas, trabalho não-pago, ilegal e no setor informal da economia. No Brasil, cerca de 9,3 milhões de crianças entre 10 e 17 anos trabalham. Os estudos sobre a contribuição econômica das crianças à renda familiar são escassos. Este artigo apresenta o perfil ocupacional e a contribuição econômica de crianças e adolescentes, com destaque para aspectos relacionados à idade, ao gênero, à escolaridade e à situação socioeconômica de suas famílias em uma amostra de 4.924 indivíduos entre 6 e 17 anos, representativa dos setores urbanos pobres de Pelotas. As crianças e adolescentes trabalhadores contribuíam em média com 18% da renda familiar. Dos que trabalhavam, metade contribuía no mínimo com 10% da renda familiar e um quarto respondia por 25% ou mais da renda familiar. Quanto menor a renda familiar dos adultos, maior a proporção da contribuição de crianças e adolescentes à renda familiar total, maior a exclusão escolar de adolescentes trabalhadores e maior a jornada de trabalho infanto-juvenil.

  4. A PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO E O COMERCIÁRIO DO CARREFOUR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luzimar Barreto França Junior

    2012-07-01

    Full Text Available O texto faz parte de pesquisa produzida visando compreender o processo de reestruturação das grandes redes varejistas ocorrido desde a última década do século passado e os seus reflexos no processo de trabalho e junto aos trabalhadores destas redes. Se para a absorção e consumo da produção fordista houve a necessária transformação do comércio de varejo para atendimento das necessidades postas pelo capital, com o aparecimento do supermercado ao mesmo tempo em que a linha de montagem proposta pelo fordismo alcançava sua hegemonia. Com o toyotismo não foi diferente. Para este novo modelo de produção, novamente o setor do comércio varejista teve que experimentar mudanças significativas, ainda que tardiamente. As diversas transformações ocorridas no setor do comércio varejista levaram a um intenso processo de precarização e intensificação do trabalho. Fenômenos já verificados em outros setores, tais como a reestruturação capitalista, a precarização das condições de trabalho, monopolização/oligopolização, a desindicalização, entre outros, ganham novos contornos quando relacionados ao universo dos trabalhadores comerciários das grandes redes varejistas (Carrefour.

  5. Produção Offshore na Bacia de Campos (RJ: a perspectiva da Psicologia do Trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre de Carvalho Castro

    2013-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é examinar a dinâmica psicológica dos trabalhadores offshore da Bacia de Campos (RJ. A técnica de grupo focal, enquanto metodologia de base qualitativa, foi utilizada para explorar opiniões, percepções, conceitos, atitudes e valores dos petroleiros. Seis grupos focais consistiram no procedimento metodológico por meio do qual foram colhidas informações sobre as condições de trabalho embarcado. RESULTADOS: A análise do processo de trabalho em plataformas marítimas, com sua variabilidade e dificuldade, segundo a perspectiva da Psicologia do Trabalho, evidenciou que o tempo de trabalho, a vida e os ganhos dos trabalhadores são ambíguos, assimétricos e dissociados.

  6. As transformações do trabalho e desafios teórico-metodológicos da Ergonomia

    OpenAIRE

    Abrahão,Júlia Issy; Pinho,Diana Lúcia Moura

    2002-01-01

    O artigo enfoca a evolução do trabalho identificando as mudanças ocorridas e como elas transformaram a sua natureza. Ele apresenta o desenvolvimento teórico das abordagens utilizadas na relação do homem com o trabalho conseqüente à introdução de inovações tecnológicas. O enfoque adotado neste texto privilegia a análise das situações de trabalho informatizadas e como elas impactam nas condições de trabalho. O referencial norteador é a Ergonomia, seus modelos de intervenção e seus limites, nest...

  7. O desgaste do trabalhador de enfermagem: relação trabalho de enfermagem e saúde do trabalhador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanda Elisa Felli da Silva

    Full Text Available O estudo busca a compreensão do processo saúde-doença, vivenciado pelos trabalhadores de enfermagem no desempenho de seu trabalho, fundamentado na determinação social desse processo. Evidencia as particularidades da relação trabalho-saúde de uma realidade concreta, decompondo e recompondo as intermediações processo de valorização, processo de trabalho, cargas de trabalho e desgaste, o que permitiu explicitar o perfil de morbidade desses trabalhadores. Nesse perfil, os ferimentos pérfuro-cortantes e as doenças ósteo-músculo-articulares aparecem como danos característicos desse grupo de trabalhadores de enfermagem.

  8. O desgaste do trabalhador de enfermagem: relação trabalho de enfermagem e saúde do trabalhador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanda Elisa Felli da Silva

    1998-12-01

    Full Text Available O estudo busca a compreensão do processo saúde-doença, vivenciado pelos trabalhadores de enfermagem no desempenho de seu trabalho, fundamentado na determinação social desse processo. Evidencia as particularidades da relação trabalho-saúde de uma realidade concreta, decompondo e recompondo as intermediações processo de valorização, processo de trabalho, cargas de trabalho e desgaste, o que permitiu explicitar o perfil de morbidade desses trabalhadores. Nesse perfil, os ferimentos pérfuro-cortantes e as doenças ósteo-músculo-articulares aparecem como danos característicos desse grupo de trabalhadores de enfermagem.

  9. Qualidade de vida no trabalho e risco de adoecimento: estudo no poder judiciário brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Carolina Fernandes

    2015-08-01

    Full Text Available A pesquisa visou caracterizar a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT em um órgão do Poder Judiciário com base na percepção de seus trabalhadores. A abordagem teórico-metodológica adotada foi a Ergonomia da Atividade Aplicada à Qualidade de Vida no Trabalho (EAA_QVT. Participaram da pesquisa 5.164 trabalhadores. A análise quantitativa apontou que, globalmente, os trabalhadores avaliam a QVT em uma zona de bem-estar moderado. O fator mais crítico foi "organização do trabalho", enquanto o fator avaliado mais positivamente foi "elo trabalho-vida social". A pesquisa forneceu subsídios para uma intervenção que consolide as fontes de bem-estar, visando à prevenção de agravos à saúde e à promoção da QVT.

  10. Cenas sociais e espaço de trabalho: homologias na vida profissional de jovens de classes populares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alicia Beatriz Gutiérrez

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Neste artigo, analisamos uma série de situações problemáticas em espaços de trabalho nos quais participam jovens de classes populares da cidade de Córdoba (Argentina e mostramos múltiplas interpenetrações que ocorrem entre os diferentes âmbitos de sua vida cotidiana, especificamente do trabalho. Retomando as noções de "esferas de valor" e "cenas sociais", propomos uma interpretação dos deslocamentos de lógicas de ação e critérios de valor comoestratégias de gestão de recursos no espaço de trabalho possibilitados por homologias estruturais entre diversas cenas sociais (trabalho, família, escola, rua, política e fundados na estrutura das relações de classe.

  11. Formação e trabalho coletivo na saúde mental: Intersetoriadade e sinergia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edna Maria Goulart Joazeiro

    2018-04-01

    Full Text Available O artigo apoia-se em bibliografia sobre o tema, na experiência docente no Ensino Superior e na produção discente de Trabalhos de Conclusão de Curso de Serviço Social da UFPI sobre o campo da Saúde Mental nos anos 1991-2016. O estudo analisa a questão da formação nesse campo de saber e de intervenção, considerando os aspectos inerentes ao trabalho na Saúde Mental, o arcabouço legal do Sistema Único de Saúde (SUS relativo à produção do cuidado à pessoa com transtorno mental, as interfaces com as diversas políticas sociais indispensáveis à defesa da vida num espaço de trabalho, necessariamente coletivo, que precisa ser sinérgico. A experiência de vida dessa população tende a ser profundamente marcada pela desigualdade no acesso aos bens materiais, culturais e ao cuidado com a vida. A discussão é apresentada em três partes, no primeiro momento, discutimos os marcos conceituais e legais presentes na história recente desta Política no Brasil e em Teresina. Em seguida, confrontam-se as análises da produção dos formandos sobre esse campo de saber. Por último, destacam-se as narrativas na sua relação com os dispositivos de cuidado e as políticas sociais existentes no decorrer do tempo, visando discutir como o processo de compreensão do território, das políticas sociais e dos horizontes do cuidado destes dispositivos comunitários substitutivos ao hospital psiquiátrico, pode impactar e retroalimentar o processo de formação, abrindo espaço para uma compreensão ampliada do valor do trabalho coletivo em consonância com as necessidades de saúde e com as necessidades sociais desta população.

  12. Transformações no modelo industrial, "novos" trabalhos e nova temporalidade

    OpenAIRE

    Aquino,Cássio Adriano Braz de

    2007-01-01

    O presente artigo visa à análise da transformação da temporalidade, como elemento chave para a compreensão das mudanças no mundo do trabalho. Tomamos como referente dessa análise as teorias dos tempos sociais e a idéia do tempo dominante na constituição dos quadros temporais das sociedades. A passagem de um modelo de temporalidade relativamente estável e quase hegemônica do modelo industrial, para um tempo cada vez mais diversificado e diluído, advindo das novas jornadas - com durações e ritm...

  13. A discriminação de mulheres travestis e transexuais no mercado de trabalho

    OpenAIRE

    Licciardi, Norma; Waitmann, Gabriel; Oliveira, Matheus Henrique Marques de

    2015-01-01

    Mulheres travestis e transexuais brasileiras sofrem o desamparo no meio familiar, acadêmico, laboral e social desde o momento em que assumem sua identidade transgênera. Para melhorar essa realidade, cabe olharmos através do viés social dos Recursos Humanos e estudar a inclusão dessas mulheres no mercado formal de trabalho, em contrapartida às estatísticas que reduzem esse contingente populacional à prostituição ou a empregos informais. Por meio de depoimentos colhidos com mulheres transgênera...

  14. AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DO TRABALHO EM ALTURA EM FACHADAS DE ESTRUTURAS VERTICAIS

    OpenAIRE

    Prado Stradioto, Juliano; Gonçalves Amaral, Fernando

    2016-01-01

    Resumo Na Construção Civil existe um grande número de situações envolvendo risco de vida e consequentemente problemas ergonômicos aos trabalhadores envolvidos, gerando uma variabilidade em todo processo de execução. Dentre todos os riscos conhecidos e estudados no ramo da Construção Predial, os serviços de execução de fachada encontra-se no topo da lista em termos de acidentes de trabalho e desconforto ergonômico a saúde do trabalhador. A NR-18 quando especifica os itens a serem cumpridos pel...

  15. O trabalho feminino na Grécia Antiga: lenda e realidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Fátima Silva

    2007-12-01

    Full Text Available Este artigo avalia, numa perspectiva diacrónica, o trabalho feminino na Grécia antiga e a sua evolução a partir da época arcaica até à clássica, com recurso aos testemunhos da épica e do teatro. São tidos em conta o modelo de organização social, mais aristocrático ou mais democrático, ou factores determinantes no quotidiano, como a guerra, a instabilidade populacional, as condições económicas.

  16. Conversação eletrônica em trabalhos de arte e tecnologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Oliveira Nunes

    2013-12-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1807-9288.2013v9n2p76 Este artigo propõe uma reflexão em torno das dinâmicas de conversação eletrônica presentes em trabalhos de arte e tecnologia. Estas produções possuem sistemas que respondem a sentenças de seus interlocutores com proposições inteligíveis, dentro da ideia de uma linguagem natural, imitando uma conversa entre humanos. Essa conversação pode ser por texto ou mesmo por voz, quando o sistema possui recursos de reconhecimento de fala. Quando fruídos estes trabalhos revelam um interessante fenômeno, chamado de “Efeito Eliza”: a tendência humana de antropomorfizar os dispositivos tecnológicos, lendo comportamentos e respostas como resultados de uma “emoção humana” ainda que estes sejam apenas resultados aleatórios, repetitivos ou mesmo vazios de sentido. A denominação remete ao programa Eliza, apresentado em 1966 pelo cientista da computação alemão Joseph Weizenbaum nos Estados Unidos, que viria a ser um dos programas de Inteligência Artificial mais conhecidos do mundo. Do ponto de vista técnico, alguns destes trabalhos se aproximam muito da engenharia dos chatbots – robôs de conversação – que atualmente são bastante comuns na rede Internet para fins educacionais, comerciais ou mesmo, de entretenimento, como um “amigo virtual”. Neste contexto, é apresentada uma suposta teleperformance, capitaneada por um “artista tecnológico” chamado Mimo Steim. Assim como outras incursões do gênero, a ação envolve o potencial relacional de sistemas de conversação eletrônica em trabalhos de arte e tecnologia.

  17. Migração familiar e trabalho infantil no Brasil Urbano

    OpenAIRE

    Mesquita, Shirley Pereira de

    2011-01-01

    O principal objetivo desse estudo é analisar como os pais alocam o tempo dos filhos de 10 a 14 anos entre estudo e trabalho no Brasil urbano, considerando entre os possíveis determinantes, a condição de migração intersetorial da família. Para tanto, foram utilizados dados do Censo Demográfico 2000 do IBGE. A análise empírica foi dividida em duas partes. Primeiro, utilizou-se um modelo de determinação conjunta do emprego e rendimento dos pais, decompondo, em seguida, o diferencial de salários ...

  18. Violência contra as mulheres no trabalho: O caso do assédio sexual

    OpenAIRE

    Dias, Isabel

    2008-01-01

    No presente artigo analisa-se o assédio sexual como sendo uma das formas mais graves de violência praticada contra as mulheres no contexto do trabalho. Identificam-se os factores de risco e as vítimas mais vulneráveis. Estuda-se as consequências do assédio para as vítimas e no contexto organizacional onde ele ocorre. Problematiza-se o assédio no continuum de violência geral experimentada pelas mulheres. This article analyses sexual harassment as one of the most harmful forms of violence ag...

  19. A arte de ser Beija-Flor na tripla jornada de trabalho da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Vieira

    2013-06-01

    Full Text Available Com presença expressiva no mercado de trabalho, as mulheres vêm ampliando continuamente sua participação nos mais diversos cargos e funções, no entanto continuam sendo as principais responsáveis pelas atividades do lar e pelo cuidado dos filhos. A situação agrava-se com a crescente demanda por qualificação, exigindo que essas trabalhadoras cumpram, muitas vezes, três jornadas de trabalho: profissional, familiar e educacional. Este estudo teve como objetivo analisar os mecanismos de dominação refletidos nas ações de mulheres que "conciliam" as atividades profissionais, o cuidado com a família e as exigências da educação continuada, utilizando como referência principal o trabalho de Pierre Bourdieu. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cuja coleta de dados ocorreu através de entrevista, buscando obter as histórias orais temáticas de cinco mulheres. Os relatos foram submetidos à técnica de análise do conteúdo e os resultados revelam que a busca pela qualificação deriva da preocupação com a empregabilidade e que a disputa profissional está ligada não apenas ao gênero, mas também à concorrência com profissionais mais jovens. Apesar de as mulheres fazerem referência ao início de uma revisão da divisão sexual de tarefas do lar, a empregada doméstica ainda se revela fundamental nesse processo de delegação e de conciliação. Para se dedicar aos estudos, elas abdicaram do lazer, não como um sacrifício, mas sim como um ato de nova significação das coisas. Tal qual beija-flor, que conjuga trabalho e reprodução das espécies botânicas, elas esperam conciliar as jornadas com rapidez, mas também com graça e leveza.

  20. TRABALHO, AGRONEGÓCIO E GESTÃO TERRITORIAL DO CAPITAL NA AGROINDÚSTRIA SUCROALCOOLEIRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Thomaz Jr.

    2012-04-01

    Full Text Available As novas formas de controle do processo de trabalho e de gestão territorial do capital sobre a ctrabalhadora é o que estamos nos dedicando. Questões como superexploração do trabalho, incrementoconcentração da propriedade da terra, articulada ou não com a centralização e concentração de capfortalecimento das relações de assalariamento por um lado, e de relações não assalariadas por outro - como nodos produtores camponeses, integrados, em bases familiares, com a explicitação das diferentes formaapropriação da renda da terra e do excedente, é o substrato em que o agronegócio está implementando seu prode expansão e ganhos com base em diferentes ações simultâneas. Assim, a efetivação dos investimentostecnologia associadas às formas de gestão e controle do processo de trabalho colocam ao mesmo tempo, ndesafios ao movimento sindical. Desde os controles microprocessados na planta fabril, passando pela intensificdo corte mecanizado da cana, à sofisticação dos mecanismos de gestão e controle do processo de produçãoforça de trabalho, incluindo-se a ampliação do processo de terceirização e da participação das cooperativas de mde-obra, bem como as reais possibilidades que se abrem para a constituição de cadeias produtivas (comobagaço e da sucroalcoolquímica, ultrapassam, os limites do ramo agroindustrial sucroalcooleiro e, aindrecrudescimento da concentração e centralização de capital. Temos que considerar também o novo ceninstitucional, que por um lado, remete ao culto à negociação, às reminiscências das câmaras setoriais, permanecos trabalhadores imersos na roda viva dos desígnios do capital.

  1. Trabalho de projetos no processo de ensinar e aprender estatística na universidade

    OpenAIRE

    Campos, Sandra Gonçalves Vilas Boas

    2007-01-01

    Nessa pesquisa procuramos compreender como o Projeto Pedagógico Trabalho de Projetos e Educação Estatística na Universidade pode contribuir para o desenvolvimento profissional dos estudantes que dele participaram. Esse projeto é desenvolvido na Faculdade de Matemática da Universidade Federal de Uberlândia, concomitante à disciplina Estatística e Probabilidade. Os sujeitos são alunos que ingressaram no curso de Matemática em 2004 e, por ocasião de nossas investigações cursava...

  2. As políticas activas e passivas do mercado de trabalho

    OpenAIRE

    Novo, Álvaro; Centeno, Mário

    2008-01-01

    A generalidade dos países utiliza políticas destinadas a minorar os custos sociais e individuais do desemprego. Os economistas classificam estas políticas do mercado de trabalho em dois grupos: (i) políticas activas e (ii) políticas passivas. As primeiras têm como objectivo dotar os desempregados com as qualificações necessárias para minimizar a duração do desemprego, enquanto as segundas visam garantir uma fonte de rendimento durante o período de desemprego, sendo particularmente úteis para ...

  3. Acidentes de trabalho em Barcelona (Espanha, no período de 1992-1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana F. Sampaio

    1998-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As estatísticas dos acidentes de trabalho, como qualquer outro sistema de notificação, devem servir de base para determinar prioridades e decidir quais medidas preventivas devem ser adotadas. Neste contexto, o objetivo do estudo é aprofundar a análise dos acidentes de trabalho através da utilização de técnicas estatísticas descritivas que permitam estabelecer a relação entre o número de acidentes de trabalho ocorridos em Barcelona (Espanha e as variáveis tipo de acidente, setor econômico, tamanho da empresa e tipo de contrato. MÉTODO: Como fonte de dados foi utilizado o sistema de notificação de acidentes graves e mortais ocorridos na cidade de Barcelona (Espanha, entre 1992 e 1993. Foram examinados 848 registros de acidentes de trabalho em trabalhadores do sexo masculino e a partir desses dados efetuou-se uma análise mediante modelos log-lineares. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Os resultados evidenciam que os acidentes traumáticos e o setor de construção têm uma associação positiva, verificada, da mesma forma, entre os acidentes de trânsito e o setor de serviços. Os acidentes traumáticos e de trânsito apresentaram uma associação com as pequenas empresas e os acidentes não traumáticos demonstraram associar-se com as grandes empresas. Verificou-se, ainda, associação entre os trabalhadores temporais e o setor da construção frente aos trabalhadores com contrato fixo, em que se constatou uma associação com os setores de indústria e de serviços. Foi verificada associação positiva entre os acidentes ocorridos com os trabalhadores temporais e as pequenas e médias empresas.

  4. Acidentes de trabalho em Barcelona (Espanha, no período de 1992-1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sampaio Rosana F.

    1998-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As estatísticas dos acidentes de trabalho, como qualquer outro sistema de notificação, devem servir de base para determinar prioridades e decidir quais medidas preventivas devem ser adotadas. Neste contexto, o objetivo do estudo é aprofundar a análise dos acidentes de trabalho através da utilização de técnicas estatísticas descritivas que permitam estabelecer a relação entre o número de acidentes de trabalho ocorridos em Barcelona (Espanha e as variáveis tipo de acidente, setor econômico, tamanho da empresa e tipo de contrato. MÉTODO: Como fonte de dados foi utilizado o sistema de notificação de acidentes graves e mortais ocorridos na cidade de Barcelona (Espanha, entre 1992 e 1993. Foram examinados 848 registros de acidentes de trabalho em trabalhadores do sexo masculino e a partir desses dados efetuou-se uma análise mediante modelos log-lineares. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Os resultados evidenciam que os acidentes traumáticos e o setor de construção têm uma associação positiva, verificada, da mesma forma, entre os acidentes de trânsito e o setor de serviços. Os acidentes traumáticos e de trânsito apresentaram uma associação com as pequenas empresas e os acidentes não traumáticos demonstraram associar-se com as grandes empresas. Verificou-se, ainda, associação entre os trabalhadores temporais e o setor da construção frente aos trabalhadores com contrato fixo, em que se constatou uma associação com os setores de indústria e de serviços. Foi verificada associação positiva entre os acidentes ocorridos com os trabalhadores temporais e as pequenas e médias empresas.

  5. A equipe de enfermagem e Maslow: (in)satisfações no trabalho

    OpenAIRE

    Vitória Regis, Lorena Fagundes Ladeia; Porto, Isaura Setenta

    2006-01-01

    Este texto busca compreender as insatisfações da equipe de Enfermagem no trabalho. Propomos a associação com a teoria das necessidades humanas de Abraham Maslow como um meio de sistematizar e entender as situações recorrentes ao dia-a-dia e prática da Enfermagem. As necessidades estruturam-se hierarquicamente em fisiológicas, segurança, social, auto-estima e auto-realização indicando o grau de satisfação (da enfermidade à plenitude) de um indivíduo ou grupo. A vantagem desta abordagem consist...

  6. O impacto do trabalho infantil no setor agrícola sobre a saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Chibebe Nicolella

    2008-09-01

    Full Text Available O objetivo desse artigo é verificar se o trabalho infantil no setor agrícola produz impacto negativo sobre a saúde. Para a análise foram utilizadas as PNADs (Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios de 1998 e 2003, que trazem suplemento especial sobre saúde, empregando a técnica econométrica de pseudo-painel. Assim, foram consideradas as crianças de 5 a 15 anos em 1998 e de 10 a 20 anos em 2003. Os resultados mostram que, para os indivíduos economicamente ativos, a atividade no setor agrícola e o trabalho de risco no setor agrícola não diferem dos outros setores, ou seja, trabalhar no setor agrícola não impõe um maior desgaste à saúde em relação aos outros setores da economia. Se considerados todos os indivíduos economicamente ativos, os resultados mostram que o trabalho agrícola não afeta a saúde e que o trabalho não-agrícola tem impacto negativo. Dessa forma, acredita-se que a atuação do governo deve ser setorial, visando uma melhoria no acesso ao sistema de saúde, bem como aos medicamentos, e a promoção da educação materna com relação à saúde.The aim of this dissertation is to identify the causal relation between rural child labour and health. The analysis utilized the PNAD, a Brazilian household survey, from 1998 and 2003. The econometric modeling was based on the pseudo-panel approach and was considered the children from 5 to 15 years old in 1998 and from 10 to 20 years old in 2003. The results show that work and work in risky jobs in the agricultural sector do not differ from those impacts of other sectors. It was also presented, for all individuals that work in the agricultural sector does not impact the health capital and work in the non rural sector impact negatively the health capital. So, the government intervention in rural areas should be different from the one implemented on the urban area to mitigate the impact of child labour on health and also, the government intervention should be

  7. INVENTÁRIO E ANÁLISE LEXICAL SOBRE O TRABALHO NO VERNÁCULO GOIANO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena de Paula

    2011-03-01

    Full Text Available Este artigo pretende apresentar o inventário e a análise do léxico do trabalho no vernáculo goiano, no labor de homens e mulheres de lida rural no século XX. Os modelos teóricos usados para esse estudo são o Begriffssystem, de Hallig e Wartburg (1963, e os campos lexicais de Coseriu (1977, aplicados a um corpus oral e sob a perspectiva da relação inconteste entre léxico e cultura.

  8. Resultados do Grupo de Trabalho de Tecnologias Avançadas IDE do Projecto OTALEX C

    OpenAIRE

    Vivas, Pedro; Álvarez, Rafael; Mateus, Júlio; Pavo, Marcos; Rubio, J.M.; González, Julián; Soriano, Marcos; Caballero, Carmen; Aparício, Alberto; Batista, T.; Carriço, Cristina; Cabezas, José; Fernández, Luis; Jiménez, Alberto; Gamero, Ulises

    2013-01-01

    Apresentam-se os resultado do Grupo de Trabalho de Tecnologias Avançadas IDE do projeto OTALEX-C, sendo estes: a geração de dados interligados de elementos geográficos do território OTALEX-C para a publicação de uma Web Semântica, e a captura e publicação de dados ambientais através de serviços padronizados de registo de observações com recurso a sensores, aplicando a standard SOS definida pela OGC. POCTEP 2007-2013

  9. Ambiente de trabalho das salas de aula no ensino básico de Curitiba

    OpenAIRE

    Leucz, Júlia

    2001-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. O objetivo desta dissertação foi verificar se as escolas do Ensino Básico de Curitiba, dispõem de ambiente físico de trabalho adequado para o desenvolvimento do ensino, se as salas de aula seguem recomendações mínimas exigidas na construção, se os professores têm conhecimento sobre estes fatores físico-ambientais que primam melhorar a quali...

  10. Poder, interdependência e complementaridade no trabalho hospitalar: uma análise a partir da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Julia Marques Lopes

    Full Text Available O ensaio em questão propõe-se a discutir as recentes transformações do trabalho hospitalar e do trabalho de enfermagem em particular. As análises privilegiam as relações inter e intra equipes multidisciplinares constitutivas das práticas envolvidas no processo terapêutico presentes no espaço-tempo hospitalar.

  11. A tríplice jornada de mulheres pobres na universidade pública: trabalho doméstico, trabalho remunerado e estudos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Contrera Ávila

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2012000300011 Este artigo é fruto de uma pesquisa de abordagem microssociológica realizada commulheres de camadas populares que frequentam cursos noturnos em uma universidade pública.Trata da experiência de mulheres que, a despeito de já levarem uma dupla jornada de trabalhodiária como mães, donas de casa e profissionais, resolvem dar prosseguimento aos estudos ecursar a universidade, passando a vivenciar uma tríplice jornada de trabalho diária. Além decolocar em evidência algumas das estratégias de sobrevivência e longevidade escolarempreendidas por essas mulheres no interior do espaço universitário, aponta também como sedeu a conciliação (ou não entre as obrigações domésticas, trabalhistas e escolares. Ao mesmotempo que se percebem como mulheres-vítimas, também se impõem como mulheres-sujeitos.São conscientes de suas limitações, mas se negam a desistir de seus sonhos.

  12. Subjetividade e segurança do trabalho: a experiência de um grupo de mútua ajuda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilbert Cardoso Bouyer

    2010-01-01

    Full Text Available Este trabalho investigou a relação entre subjetividade e segurança do trabalho no setor de manutenção de uma empresa demineração de grande porte. Verificou que a experiência com um grupo de mútua ajuda pode ser usada como instrumento demelhoria da segurança do trabalho. Foi estudado um grupo de mútua ajuda denominado Programa Hoje Não, composto por35 trabalhadores do setor de manutenção. Os métodos empregados foram entrevistas conforme os modelos da psicodinâmicado trabalho e da psicossociologia, além da clínica do trabalho e da análise ergonômica do trabalho. Com as técnicas do ProgramaHoje Não, aplicadas no grupo, o número de acidentes foi reduzido até atingir valores nunca alcançados em 11 anos.

  13. Significados de trabalho, prazer e sofrimento no ofício de agentes funerários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Veronica Dalla Costa Flores

    2018-03-01

    Full Text Available Este estudo direcionou-se a trabalhadores funerários, objetivando a compreensão dos significados do trabalho e vivências de prazer e sofrimento presentes neste ofício. Participaram dez trabalhadores de três funerárias da região metropolitana de Porto Alegre/RS. A pesquisa, de caráter qualitativo exploratório e descritivo, amparou-se na Psicodinâmica do Trabalho. A coleta de dados se deu pela realização de entrevistas individuais, que continham dez questões semiestruturadas e dados sociodemográficos. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas pela técnica de Análise de Conteúdo (Bardin, 1977, visando às seguintes categorias: significados do trabalho, vivências de prazer e sofrimento, organização do trabalho, estratégias defensivas e estatuto social da profissão. Constatou-se que os agentes funerários atribuem significados ao seu trabalho, mesmo diante das vivências de sofrimento e preconceitos, o que é possível por meio das estratégias defensivas e flexibilização da organização do trabalho. Esse processo possibilita que se mantenham engajados e sintam-se reconhecidos, fator importante para a saúde mental.

  14. APORTES TEÓRICO-FILOSÓFICOS DE TRABALHOS SOBRE RIOS BRASILEIROS NA ABORDAGEM DA GEOGRAFIA HUMANISTA CULTURAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita Jaqueline Nogueira Chiapetti

    2017-06-01

    Full Text Available O objetivo desse artigo é analisar os aportes teórico-filosóficos que orientaram as abordagens de trabalhos resultantes de pesquisas teóricas e empíricas sobre rios ou que tenham rios brasileiros envolvidos, desenvolvidos na perspectiva humanista cultural. Os procedimentos metodológicos constaram de levantamento dos trabalhos a serem estudados, seguido de leitura apurada de cada um para constatar sua orientação na abordagem da Geografia Humanista Cultural. Na sequência foram realizadas a seleção, leituras e a caracterização desses trabalhos, como também a elaboração do mapa de localização dos rios pesquisados e, por fim, a interpretação e análise dos aportes teórico-filosóficos desses trabalhos. Como resultado, os trabalhos selecionados foram dissertações e teses desenvolvidas no período de 1990 a 2012, em programas de pós-graduação de universidades brasileiras, tendo como rios brasileiros pesquisados: Nhundiaquara (PR, Amazonas (AM, Araguaia (GO, MT, TO e PA, Jacaré-Pepira (SP, São Francisco (MG, AL e SE, Capibaribe (PE, Rio das Contas (BA e Rio de Ondas (BA; e os aportes teórico-filosóficos desses trabalhos foram, principalmente, a percepção e a fenomenologia.

  15. Controle pela carga de trabalho de um sistema flexível de manufatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Battaglia

    2016-04-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi calcular tempos de atravessamento e inventário médios em um sistema de manufatura flexível, que atende muitas ordens, de tamanho e mix variado. Foi aplicado o workload control (controle por carga de trabalho para o cálculo da situação atual, e simulação computacional (software ProModel para avaliar duas situação alternativas: aumento na demanda e redução na demanda. O método de pesquisa foi a modelagem quantitativa. Os resultados apontam que atualmente há excesso de inventário, provocado por desequilíbrio entre demanda e entrega da manufatura, o que é típico em sistemas de filas. Seria necessário sincronizar melhor entradas e saídas. Os cenários simulados apontam que a manufatura não suporta aumento de carga, crescendo continuamente o inventário, até a operação tornar-se inviável. Para estabilidade do inventário, seria necessário reduzir a demanda, se for mantido o atual regime de trabalho, com entradas aleatórias e independentes.

  16. O trabalho de tradutor como fonte para constituição de base de dados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bibiana Teixeira de Almeida

    2005-12-01

    Full Text Available O presente artigo visa a relatar o trabalho desenvolvido durante o projeto de iniciação científica “O trabalho de tradutor como fonte para a constituição de base de dados”. Através da documentação, recuperação e digitalização do glossário pessoal e de parte do acervo de livros de traduções do falecido tradutor público Gustavo Lohnefink, o referido projeto de pesquisa teve por objetivo principal constituir uma base de dados digital de termos técnicos para o par de línguas alemão – português e colocá-lo à disposição de tradutores(as. Para tanto, foi necessário o desenvolvimento de uma metodologia específica, aqui relatada, que poderá servir como ponto de partida para o tratamento e a recuperação de acervos semelhantes.

  17. Necessidades em saúde: questões importantes para o trabalho da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edir Nei Teixeira Mandu

    1999-03-01

    Full Text Available A construção de novos parâmetros e práticas em saúde e enfermagem, no sentido do efetivo exercício de direitos sociais, é um desafio posto na atualidade. Este trabalho é uma contribuição ao enfrentamento desse desafio. Olhando para o saber da enfermagem, reflete-se sobre um dado modo de interpretação das necessidades em saúde. A partir de uma discussão acerca das necessidades humanas e de sua relação com o trabalho em saúde, submete-se à crítica a interpretação das necessidades humanas/em saúde presente na teoria de Wanda de Aguiar Horta. Destaca-se na análise a importância da autonomia/autovalorização humana e a interpretação de necessidades a partir da consideração aos sujeitos que recebem-fazem saúde e ao contexto social.

  18. O trabalho das enfermeiras no SUS de Campinas: anos 70 e 80

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabet Pereira Lelo Nascimento

    2004-04-01

    Full Text Available Objetivamos analisar a inserção e as práticas desenvolvidas pelas enfermeiras na rede básica da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas entre 1978 e 1989. Entre as práticas desenvolvidas pelas enfermeiras, destacamos a supervisão, como instrumento de avaliação/treinamento e fiscalização/controle do trabalho; a formação de auxiliares de saúde pública; a consulta e atendimento de enfermagem; a visita domiciliária; a normatização e desenvolvimento de procedimentos técnicos de enfermagem e os registros de enfermagem. Concluímos que houve transformações nos processos de trabalho das enfermeiras, e a posição assumida por elas foi fundamental para a instalação da rede básica de saúde, a reordenação das práticas de enfermagem e para a implantação do modelo de atenção à saúde.

  19. Modos de subjetivação femininos, família e trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cristina Lopes de Almeida Amazonas

    Full Text Available Este artigo discute os modos de subjetivação femininos no mundo contemporâneo no contexto do trabalho e da família e problematiza o conceito de gênero tomando-o como relacional, plural, em uma tentativa de escapar à lógica binária. O artigo se baseia nos dados de uma pesquisa em que foram entrevistadas seis mulheres entre 25 e 35 anos de idade, de nível socioeconômico médio, cujas respostas foram submetidas à análise de conteúdo. Os resultados mostram mulheres que fazem parte de um contexto histórico que lhes endereça um discurso de sujeito autônomo e livre, que atribuem valor ao trabalho como profissão, mas que, ao mesmo tempo, são demandadas a atender as exigências de maridos e filhos no espaço privado. As múltiplas identidades que assumem requisitam posições de sujeito contraditórias, atravessadas pelas questões de gênero masculino/feminino que não mais dão conta de suas atuações no mundo. No entanto, simultaneamente, seus discursos indicam que as mulheres começam a buscar caminhos alternativos que as ajudem a superar essas relações dicotômicas.

  20. Longitudinalidade no trabalho do enfermeiro: relatos da experiência profissional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Baratieri

    2012-10-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou descrever a percepção dos enfermeiros sobre a prática assistencial na perspectiva da longitudinalidade. Trata-se de estudo descritivo-exploratório qualitativo, realizado com vinte enfermeiros da saúde da família de municípios da 10ª Regional de Saúde do Paraná, mediante entrevistas semiestruturadas, em abril de 2010, com dados submetidos à análise de conteúdo. Os resultados apontaram para a categoria: benefícios e implicações das ações realizadas na perspectiva da longitudinalidade, que identificou que esse cuidado ocorre junto à criança, usuário em situação de doença crônica, família e por meio de grupos. O trabalho em equipe, acessibilidade, coparticipação do usuário, visita domiciliária e as ações de prevenção à saúde viabilizam a longitudinalidade, impactando positivamente na saúde das pessoas. Conclui-se que a longitudinalidade melhora a qualidade de vida da população e viabiliza a resolutividade no primeiro nível de atenção à saúde.

  1. Resistência à Mudança Organizacional e stress no trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Luiz Marques

    2016-03-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é entender como a mudança organizacional, especificamente a implantação da Avaliação de Desempenho Individual (ADI pelo governo de Minas Gerais, afeta o nível de stress dos servidores. Portanto, neste estudo descritivo e explicativo, um survey foi desenvolvido e questionários padronizados foram aplicados em 679 respondentes, sendo 247 da Secretaria de Estado da Saúde (SES, 248 na Secretaria de Estado da Educação (SEE e 184 da Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão (SEPLAG. A análise dos dados indica que a resistência à mudança influencia o stress no trabalho. Ou seja, indivíduos que apresentam níveis mais elevados de aceitação à mudança tendem ter um nível mais baixo de stress global representado pelo desgaste físico e mental. Assim como altos níveis de resistência individual à mudança geram maiores níveis de stress. Os resultados oferecem implicações relevantes para a teoria e para a prática da Gestão de Recursos Humanos.

  2. Trabalho análogo a de escravo na Bahia: desmascarando o explorador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilca Garcia de Oliveira

    2013-11-01

    Full Text Available Após o reconhecimento da presença do trabalho análogo a de escravo no País, como resposta da pressão popular e internacional, o Estado vem implementando medidas de combate deste crime tratado no artigo 149 do Código Penal brasileiro. É importante reconhecer avanços em algumas destas medidas como no caso da criação dos Grupos Especiais de Fiscalização Móvel (GEFM e da “Lista Suja”. No entanto, em outras instâncias como no caso da PEC438A, sua aprovação na Câmara levou à proposição, por representante da bancada ruralista, de uma nova definição para o artigo 149 por meio da PL3842/2012 que pode incorrer em retrocessos quanto ao entendimento jurídico do trabalho análogo a de escravo. Assim, busca-se analisar aqui a atuação no bloco de poder de representantes de classes ou frações de classes quanto aos encaminhamentos adotados nas Plenárias das Casas Legislativas.

  3. Ocorrência de acidente do trabalho em uma unidade de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Médice Nishide

    Full Text Available Este estudo, de caráter descritivo, identificou os acidentes do trabalho ocorridos com trabalhadores de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva, correlacionando-os com o procedimento que estava sendo executado pelo trabalhador no momento do acidente. Os dados foram coletados por meio de entrevista individual, realizado com 68 trabalhadores, no ano de 2001. Constatou-se que os acidentes ocorreram, predominantemente, devido ao contato da pele e da mucosa com sangue e secreções, ferimento por material perfurocortante, queda e lesões na coluna vertebral. Os acidentes acontecidos estavam relacionados aos procedimentos de aspiração de tubo orotraqueal, manuseio de excretas/secreções, preparo de medicação, coleta de sangue arterial, piso molhado e transporte de paciente. Concluiu-se que são necessárias mudanças no ambiente de trabalho e programas de prevenção, para minimizar os acidentes em procedimentos de assistência aos pacientes.

  4. A visibilidade do trabalho de enfermagem no centro cirúrgico por meio da fotografia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucia Helena Reus

    Full Text Available O presente artigo origina-se de uma pesquisa realizada junto aos trabalhadores do centro cirúrgico do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Brasil, analisando os modos de trabalhar da equipe de enfermagem e sua relação com pacientes e demais profissionais da saúde. Utilizou-se o pensamento de Foucault, enfatizando-se as articulações dos jogos de saber e poder, bem como os efeitos de verdade no trabalho, sustentados pelo olhar desses trabalhadores e usando-se a estratégia da fotografia em uma perspectiva da pesquisa-intervenção. O centro cirúrgico foi retratado como um espaço do olhar, da vigilância e do controle. O saber é determinado a partir da visibilidade dos corpos, sejam de pacientes ou de trabalhadores, e este saber é legitimado quando emana do brilho do foco cirúrgico. O trabalho com fotografias possibilitou olhares diversos e a criação de um espaço de discussão.

  5. Perspectivas para um novo modelo de organização do trabalho da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francine Lima Gelbcke

    2004-04-01

    Full Text Available Neste estudo, fundamentado no materialismo histórico e dialético, busco refletir sobre estratégias de re-organização do trabalho da enfermagem, no sentido de minimizar o processo de desgaste físico e psíquico dos trabalhadores. A apreensão dos dados empíricos foi realizada junto aos trabalhadores de enfermagem de duas instituições de saúde, na região sul do país., sendo utilizada entrevista, observação e análise documental. A partir dos indicativos, apresento um modelo de organização, pautado na democracia das relações, visando a expressão dos trabalhadores enquanto sujeitos multidimensionais, como atores sociais e não meros executores de tarefas delegadas, como hoje estabelece a divisão social e técnica do trabalho. Um modelo que tem por objetivo estabelecer relações interpessoais mais harmônicas e horizontais, buscando compartilhar saberes e fazeres.

  6. Autoeficácia e Qualidade de Vida no Trabalho: um estudo com policiais militares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Coelho

    Full Text Available RESUMO O objetivo desta pesquisa foi identificar a existência de relação entre qualidade de vida no trabalho e crenças de autoeficácia geral na Polícia Militar do Distrito Federal. A pesquisa se configura como estudo de caso, de delineamento correlacional e abordagem quantitativa. Utilizou-se o Inventário de Avaliação de Qualidade de Vida no Trabalho e a Escala de Autoeficácia Geral. Participaram 1027 policiais militares, sendo 895 homens e 114 mulheres, com tempo médio de 16 anos de serviço na PMDF. A análise dos resultados evidenciou que não há correlações significativas fortes entre QVT e autoeficácia. Conclui-se que não se pode promover QVT focando apenas no indivíduo, pois mesmo os participantes se percebendo autoeficazes não resultou em uma percepção positiva de QVT.

  7. Percepção de enfermeiros sobre o uso do computador no trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Misue Matsuda

    2014-12-01

    Full Text Available Estudo que teve como objetivo apreender a percepção de enfermeiros sobre o uso do computador no ambiente de trabalho hospitalar. Participaram 14 enfermeiros de um hospital público. A coleta de dados realizou-se por meio de entrevista gravada e Diário de Campo. Os dados foram analisados de acordo com a técnica Análise de Conteúdo. Das entrevistas emergiram seis categorias temáticas abordando aspectos positivos tais como: rapidez, legibilidade e exatidão das informações; maior segurança do paciente e melhorias na qualidade do cuidado. Dentre os aspectos negativos se destacaram a conduta de copiar e colar as Prescrições Médicas e de Enfermagem; falta de computadores e distanciamento do enfermeiro do paciente. Apesar das fragilidades relatadas, os enfermeiros manifestaram-se favoráveis ao uso da tecnologia computacional no trabalho e indicaramna como recurso indispensável à qualidade do cuidado.

  8. A clinica como pratica arborifica e rizomorfica do trabalho em enfermagem cirurgica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lenice Dutra de Sousa

    2013-12-01

    Full Text Available Foi realizada uma pesquisa qualitativa e exploratória, na forma de um estudo de caso, em uma unidade de internação cirúrgica de um hospital universitário, que objetivou analisar o trabalho do enfermeiro sob a ótica da produção de cuidados em saúde e do exercício da clínica. Os sujeitos do estudo foram seis enfermeiros e foram realizadas observações não participantes, pesquisa documental e entrevistas em profundidade com posterior análise textual discursiva. Verificou-se que o trabalho da enfermagem é organizado segundo duas perspectivas interconectadas e interdependentes: a do modelo clínico, que compõe a estrutura-mestre de sua prática, e uma estrutura composta por elementos múltiplos e heterogêneos. O modelo clínico de assistência organiza-se como uma estrutura centrada que possibilita a resolutividade das necessidades biológicas e atua como base para a conexão de outros saberes e práticas que expandem o fazer do enfermeiro por meio de interligações com o ambiente.

  9. Escolaridade e inserção no mercado de trabalho Schooling and labor market entry

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eugenia Letelier G.

    1999-07-01

    Full Text Available Este artigo pretende situar a relação entre escolaridade e inserção no mercado de trabalho num período marcado pelo impacto das transformações produtivas (1988 e 1995, a partir da análise de dados do mercado de trabalho e escolaridade da População Economicamente Ativa - PEA - referentes à Grande Santiago (Chile e Grande São Paulo (Brasil. Considera-se que, nesse período, foi elaborado um discurso que ressaltava o valor econômico da educação, sem suficiente sustentação empírica que ajudasse a verificar como a população é afetada pela dinâmica do mercado de trabalho e pelo aumento da oferta do sistema educacional. A competitividade internacional como meta é tida como tendência que dificulta a identificação das condições estruturais em que está inserida a relação entre educação e trabalho não permitindo, assim, conhecer a dinâmica dos atores sociais que se confrontam numa sociedade que constrói consensos excludentes em relação a numerosos setores. Para estes um maior nível educacional não assegurará melhores condições de vida enquanto não se modificarem as desigualdades originadas na estrutura do mercado de trabalho, pois justamente nesse período de transformações estão sendo geradas novas segmentações que tendem a aprofundar a desigualdade.This article discusses the relationship between schooling and entry into the labor market during a period marked by the impact of production transformations (1988 and 1995, analyzing data on the labor market and educational levels of the Economically Active Populations in Greater Santiago (Chile and Greater São Paulo (Brazil. In this period, a discourse was developed highlighting the economic value of education, but in had insufficient empirical support to help verify how the population is affected by labor market dynamics and increased accessibility of the educational system. As a goal, international competitiveness is viewed as a tendency which makes it

  10. Síndrome da Má-adaptação ao trabalho em turnos: uma abordagem ergonômica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilsée Ivan Régis Filho

    2001-12-01

    Full Text Available O sistema de trabalho em turnos e noturno por ir contra a natureza humana, eminentemente diurna, traz prejuízos para a saúde do trabalhador tanto nos aspectos físicos e psíquicos, como emocionais e sociais. As manifestações agudas como insónia, excessiva sonolência durante o trabalho, distúrbios de humor, aumento de acidentes e problemas familiares e as manifestações crônicas como desordens do sono, doenças cardiovasculares e gastrointestinais, separação e divórcio, compõem os sinais e sintomas da Síndrome da Má-adaptação ao Trabalho em Turnos. O presente trabalho teve por objetivos analisar a Síndrome da Má-adaptação ao Trabalho em Turnos e o Trabalho Noturno e apresentar um estudo de caso onde através de questionários foram pesquisados aspectos de cronobiologia, variáveis biológicas e psicossociais relacionadas com o trabalho em turnos e noturno em uma empresa do setor cerâmico de Santa Catarina que utiliza o sistema de trabalho em turnos não rodiziantes. O estudo de caso revelou que em média 1 em cada 5 trabalhadores apresentaram pelo menos um dos sintomas de inadaptação ao trabalho em turnos e noturno e que pelo menos 10% dos trabalhadores manifestaram sintomatologia característica da Síndrome da Má-adaptação ao Trabalho em Turnos.The shiftwork and nightwork system, for going against human nature, wich is eminently a day one, harms a worker's health from a physical, psychic, emotional and social point of view. Acute manifestations such as isomnia, excessive s/eepness during work hours, changes of humor, increased rates of accidents and family problems, as well as chronic manifestations assleep disorders, cardiovascular and gastrointestinal diseases, separation and divorce, make up signs and symptoms of Shiftwork Maladaptation Syndrome. This work sought to investigate Shiftwork Maladaptation Syndrome, and to analyze Night Work. By means of questionnaires, chronobiology aspects, biological and

  11. Especialização em enfermagem do trabalho: uma proposta de mudança de paradigma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Yvone Chaves Mauro

    1998-09-01

    Full Text Available O Curso de Enfermagem do Trabalho teve com o objetivo preparar enfermeiros em segurança e saúde do trabalhador para empresas. Iniciou-se em 1974, com o resultado da luta do DESP/EEAN/UFRJ e da ABEn, junto ao Ministério do Trabalho no Rio de Janeiro, e baseando-se na Resolução 112/59 - OMS/OIT. Posteriormente, o curso foi difundido para outras Universidades e Regiões do País, tendo sido realizados 13 cursos até 1985. No início, os cursos seguiram orientação e controle da FUNDACENTRO, até 1996, e eram voltados para a indústria. A partir desta data, o registro destes cursos passaram para os CORENs e realizados independentemente nas Escolas de Enfermagem, com base na Resolução 12/86 -MEC, Rec. 161/93 - OIT, Diretrizes do Ministério do Trabalho e Ministério da Saúde. Na EEAN, até 1995, foram realizados 11 Cursos de Especialização, apoiados na orientação da ANENT e fundamentados pelas disciplinas: Metodologia da Investigação Científica; Metodologia do Ensinamento de Enfermagem e Educação para a Saúde; Políticas de Saúde do Trabalhador; Ciências Sociais e Organizacionais do Trabalho; Saneamento do Meio Ambiente; Higiene e Segurança do Trabalho e Ecologia Humana, Ergonomia, Processo de Trabalho; Riscos Ocupacionais; Enfermidades e Acidentes de Trabalho; Legislação do Trabalho, Enfermagem do Trabalho, Visitas Técnicas e Práticas nos Serviços de Saúde do Trabalhador nos Programas de Empresas e de Saúde Pública. O curso capacita enfermeiros para atividades assistenciais, educativas, gerenciais e de investigação e sua formação culmina com uma dissertação tendo como objetivo de estudo problemas emergentes da prática de Enfermagem junto ao Trabalhador. Este programa tem sido estudado pela própria autora visando a melhor adequação da inserção desses profissionais no mercado de trabalho.

  12. O trabalho do fonoaudiólogo no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF - especificidades do trabalho em equipe na atenção básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Soleman

    2015-08-01

    Full Text Available Resumo:OBJETIVO:compreender o trabalho do fonoaudiólogo no Núcleo de Apoio à Saúde da Família, identificando tecnologias incorporadas ao processo de trabalho tradicional desse profissional.MÉTODOS:os sujeitos são fonoaudiólogos das equipes de São Paulo/SP do Núcleo de Apoio à Saúde da Família. Por meio de questionário on-line, foram levantadas informações acerca da formação e dos processos de trabalho do fonoaudiólogo como apoiador nessas equipes. Os dados quantitativos foram analisados por meio da Estatística Descritiva e os qualitativos de acordo com os preceitos da Análise Categorial Temática, sob o referencial teórico do Trabalho em Saúde.RESULTADOS:o processo de trabalho foi caracterizado a partir dos elementos que o compõem, sendo que o objeto do trabalho consiste nas equipes de Saúde da Família e na população adscrita, o meio é o Apoio e os instrumentos consistem nas ferramentas tecnológicas preconizadas pelo Ministério da Saúde. A conformação das equipes é variada e a organização do trabalho parte das reuniões de matriciamento. Suas práticas envolvem ações de apoio à assistência, ações de apoio técnico-pedagógico, ações de articulação de Rede e ações de gestão do trabalho e os fonoaudiólogos se apropriam de novos conhecimentos e estratégias por meio do trabalho compartilhado.CONCLUSÃO:na Atenção Básica, as possibilidades de atuação podem ser específicas ou compartilhadas, do núcleo de conhecimento ou de âmbito geral, e o enfoque dependerá das características do território e da disponibilidade dos profissionais. A formação não garante as competências necessárias, havendo a incorporação de novas práticas a partir das vivências experimentadas em serviço.

  13. Contexto de trabalho das pessoas com deficiência no serviço público federal: contribuições do inventário sobre trabalho e riscos de adoecimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celina Hoffmann

    2014-12-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo identificar os antecedentes, medidores e efeitos do trabalho no processo de adoecimento dos servidores com deficiência que trabalham no serviço público federal de Santa Maria, por meio da aplicação do Itra. Este instrumento é composto por 4 escalas (EACT; ECHT; EIPST; EADRT e tem como objetivo traçar um perfil dos antecedentes, medidores e efeitos do trabalho no processo de adoecimento, além de avaliar algumas dimensões da inter-relação trabalho e processo de subjetivação. Foram entrevistadas 14 pessoas com deficiência, estando distribuídas num total de 6 instituições públicas pertencentes à administração indireta. Os principais resultados apontam que os fatores indicadores de sofrimento não representam, na população pesquisada, existência de danos relacionados ao trabalho, sendo que os aspectos que denotaram vivências positivas como a "liberdade de expressão" e "realização profissional" apresentaram maior representatividade entre os fatores componentes das escalas.

  14. QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT: UM ESTUDO COM PROFESSORES DOS INSTITUTOS FEDERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Ribeiro de Oliveira

    2015-12-01

    Full Text Available No cenário atual em que há exigências contínuas de evolução do conhecimento e de avanços tecnológicos, a educação tecnológica é um assunto que merece destaque, pois é através dela que uma grande parcela dos trabalhadores é formada para atuar no mercado de trabalho cada vez mais qualificado e competitivo. Um dos projetos estratégicos mais importantes na área de ensino no país é o dos Institutos Federais que contam com 562 campi em todo país. Houve um crescimento significativo do quadro funcional: no ano de 2002 contava com 8.999 professores, atualmente conta com 37.021 (2015. Isso mostra um crescimento de 411,39%. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi analisar o grau de satisfação dos professores dos Institutos Federais em relação à Qualidade de Vida no Trabalho, diante dos impactos da expansão da rede no Brasil. A pesquisa foi realizada com professores que participaram do II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, realizado em Florianópolis em 2012. Esta pesquisa caracteriza-se como quantitativa, exploratória, descritiva e avaliação (survey. Com relação ao instrumento, foi utilizado o Protocolo Biopsicossocial e organizacional - BPSO-96, de Limongi-França. Foram respondidos 43 questionários. Entre os cinco domínios avaliados, constatou-se que o domínio social foi o que apresentou o menor índice de satisfação (3,193, enquanto que o domínio psicológico foi o que apresentou maior satisfação (6,819. Destaca-se que a variável que apresentou a maior média na pesquisa foi a relação professor-aluno (8,233. Embora os resultados não possam ser generalizados para o expressivo universo de professores do Ensino Técnico dos Institutos Federais, os achados deste estudo demonstram a necessidade de alinhamento quanto à política de gestão de benefícios e apoio familiar e comunitário no grupo pesquisado, revelando a qualidade da relação ensino-aprendizado neste cenário.

  15. QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO DE PROFISSIONAIS EXPATRIADOS PARA ÍNDIA E CHINA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziele Zwielewski

    Full Text Available RESUMO Uma das formas encontradas pelas empresas com atuação internacional para desenvolver profissionais é por meio da expatriação. Porém, expatriar remete a mudanças significativas e consequentes alterações no modo como as pessoas percebem, interpretam e se comportam no meio em que passam a viver e trabalhar. Devido às mudanças psicossocioculturais e familiares enfrentadas, os expatriados e suas famílias ficam sem contingências para se sentirem seguros. Esses elementos citados impactam na qualidade de vida dessas pessoas, que precisam se adaptar a um novo contexto cultural, econômico, político, psicossocial, e muitas vezes são obrigadas a adiar projetos pessoais, deixar de conviver com a família, modificar suas relações sociais. A necessidade de adaptação na vida pessoal do expatriado gera reflexos na sua vida profissional, afetando suas relações com o trabalho. Este contexto complexo resultou no objetivo principal desta pesquisa, que foi o de caracterizar a percepção de profissionais brasileiros expatriados para a Índia e a China sobre a sua qualidade de vida no trabalho (QVT. A pesquisa foi qualitativa, descritiva com características exploratórias. Procedeu-se a um estudo de caso e os dados foram coletados por meio de entrevistas com dez profissionais brasileiros expatriados para a China e Índia e com a gestora do Departamento de Expatriados, além de análise de documentos da empresa. A análise dos dados foi documental e de conteúdo, feita através da triangulação de dados. Os resultados demonstram que uma expatriação com QVT é a que atende às expectativas pessoais e profissionais do expatriado, além de se preocupar com sua repatriação. A QVT para os expatriados requer mais do que os oito elementos considerados por Walton (1979 como importantes para sua avaliação, requer também considerar a diferença cultural existente entre os países de origem e de destino, além da inclusão do significado do

  16. Cadeias produtivas e a vigilância em saúde, trabalho e ambiente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Henrique da Costa Leão

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo A globalização da economia alterou o padrão produtivo na atualidade e a formação de cadeias de produção é um fenômeno central nessa nova conjuntura. Cadeias produtivas são processos de extração, produção, transporte, distribuição, consumo e descarte de bens e serviços. Para o seu desenvolvimento existem investimentos governamentais econômicos/financeiros, por vezes em confronto direto com os interesses da proteção da saúde dos trabalhadores e ambiental. Isso porque são gerados diversos danos, riscos e vulnerabilidades sociais, ambientais, sanitárias e ocupacionais ao longo das cadeias. A vigilância em saúde, trabalho e ambiente tem o desafio de enfrentar esses complexos problemas para garantir melhorias para as condições de vida. O objetivo deste ensaio teórico é discutir estratégias de vigilância em saúde, trabalho e ambiente, partindo da noção de cadeia produtiva enquanto redes interconectadas de produção-consumo. O artigo apresenta as principais abordagens teóricas sobre cadeias de produção, especialmente, Supply Chain, Global Commodity Chain, Análise de Filière e Agribussiness, destacando as áreas do conhecimento envolvidas. Discute ainda a fragilidade e incipiência da interseção dos saberes e práticas da vigilância em saúde, trabalho e ambiente com a temática das cadeias produtivas, evidenciando a necessidade de superação da vigilância dos produtos em direção à intervenção em toda a cadeia produtiva, mediante a articulação entre as vigilâncias do SUS. Destaca-se também o papel da academia, dos serviços de saúde e das populações para a implementação dessa vigilância.

  17. Direito Ambiental do Trabalho e a saúde dos trabalhadores da pesca artesanal: estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ingrid Gil Sales Carvalho

    2013-12-01

    Full Text Available O presente tem objetiva refletir sobre o Direito Ambiental do Trabalho (DAT na perspectiva contributiva da saúde do trabalhador da pesca artesanal. Trata-se de pesquisa bibliográfica/documental em que foram consultados documentos originais, livros, artigos, leis, projetos, regulamentos, pareceres e relatórios, utilizando-se das seguintes palavras-chave: ambiente, meio ambiente, trabalho, saúde, saudável, direito ambiental, direito do trabalho, direito ambiental do trabalho, pesca, pescador, artesão, artesanal. O Direito do Trabalho (DT se constitui de normas específicas vinculadas à promoção da saúde e da segurança para o trabalhador e, assim como o Direito Ambiental (DA, que cuida da normatização, tanto no ambiente natural, quanto do artificial, são dois ramos do Direito Brasileiro que se sobressaem na amplitude e eficácia das normas de proteção à saúde do trabalhador. O meio ambiente de trabalho está centralizado na pessoa do trabalhador e no desenvolvimento de sua atividade laboral. O meio ambiente de trabalho é o local onde as pessoas desempenham suas atividades laborais. No caso do pescador artesanal, este se encontra imerso ao mesmo tempo no seu ambiente natural e artificial. Assim, qualquer contaminação, poluição ou dano ao meio ambiente natural afeta diretamente o pescador artesanal e, por conseguinte, a sua saúde. Evidenciou-se uma escassez na produção científica do Brasil, que aborde diálogos entre a saúde do pescador artesanal e o seu direito a um meio ambiente de trabalho saudável. Acredita-se que o DAT pode contribuir positivamente para a regulamentação da garantia do Direito à Saúde do pescador artesanal no Brasil no seu meio ambiente de trabalho.

  18. Envelhecimento funcional e condições de trabalho em servidores forenses Aging and work conditions in forensic workers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Meirelles Bellusci

    1999-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o envelhecimento funcional (capacidade para o trabalho associado às condições de trabalho. MÉTODOS: Responderam ao questionário "Índice de Capacidade para o Trabalho" (ICT, 807 servidores de uma instituição judiciária federal. As condições de trabalho foram analisadas através do método de análise ergonômica do trabalho. RESULTADOS: A maioria das funções estudadas tem predomínio de demandas cognitivas no trabalho. Os diagnósticos mais referidos foram: doenças músculo-esqueléticas (e lesões, neurológicas (incluindo distúrbio emocional, respiratórias, digestivas, dermatológicas e cardiovasculares. Os modelos de análise de regressão logística mostraram que as mulheres, aqueles com maior tempo de trabalho na instituição e os com cargo de auxiliar operacional de serviços diversos têm maiores chances de apresentar ICT baixo ou moderado. CONCLUSÕES: Os resultados ressaltam a necessidade de melhorar as condições de trabalho. Sugere-se a implementação do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho, como exige a Lei 6.514 de 1977.OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate aging associated to work conditions. METHOD: Eight hundred and seven forensic workers answered the questionnaire "Work Ability Index - WAI". The ergonomic conditions were analysed using a job analysis method - AET (Rohmert & Landau. RESULTS: The largest number of employees were mainly submitted to cognitive demands at work. The most reported diagnosed diseases were: muscleskeletal diseases (and lesions, neurological (including emotional disturbances, respiratory, digestive, skin and cardiovascular diseases. The analysis of the logistic regression models showed that: female workers, those with longer time on the job and job title of operational helper, increase the odds ratio to present low or moderate WAI. DISCUSSION: The results point out the need to improve the working conditions. It is

  19. Antimonumentos: trabalho de memória e de resistência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Seligmann-Silva

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo Este ensaio apresenta uma reflexão sobre o fenômeno dos "antimonumentos" que surgiram no final do século XX como uma forma de lidar, pelo viés das artes, com a violência de Estado, como nos casos do nazismo e das ditaduras latino-americanas. Este texto faz inicialmente uma retomada da mnemotécnica, ou seja, da antiga "arte da memória", que tem como seu pai mítico Simônides de Ceos, para em seguida apresentar a cena moderna da "arte da memória" sob a rubrica dos antimonumentos. O trabalho apresenta e discute obras de, entre outros artistas, Jochen Gerz, Horst Hoheisel, Andreas Knitz, Marcelo Brodsky e Fulvia Molina.

  20. INDUSTRIALIZAÇÃO E TRABALHADORES: NOTAS DE PESQUISA SOBRE TRABALHO OPERÁRIO GLOBALIZADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Paulo Morais

    2013-03-01

    Full Text Available Neste texto refletimos sobre a problemática da globalização na perspectiva de trabalhadores da empresa metalúrgica ThyssenKrupp, em São Paulo e Minas Gerais Thyssenkrupp Metalúrgica Santa Luzia S.A. e Sadia S.A. Uberlândia. Explorando a historicidade da luta de classes por meio da experiência vivida em fábrica. O objetivo maior é o de ressaltar determinadas relações estabelecidas entre trabalhadores e empresa, mostrando mudanças nas relações produtivas, nas formas de sociabilidade entre os trabalhadores, transformações nos modos de vidas, a partir de características atuais do trabalho operário.

  1. O estado da arte da pesquisa brasileira em Psicologia do Trabalho e Organizacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jairo Eduardo Borges-Andrade

    Full Text Available Este texto revisa sistematicamente os artigos científicos, publicados no Brasil, sobre o fazer humano no trabalho e gestão de pessoas nas organizações. A análise leva em conta o campo profissional no País, a pós-graduação e os periódicos nacionais e a produção internacional. Seus parâmetros são as questões relacionadas ao método, ao conteúdo e aos beneficiários da produção que foi publicada. Finaliza apresentando uma proposta de agenda estratégica para a pesquisa brasileira, com base nas informações analisadas.

  2. Análise de acidente de trabalho em uma refinaria de petróleo

    OpenAIRE

    Sandra Lorena Beltran Hurtado

    2015-01-01

    Introdução - Os acidentes de trabalho nas refinarias de petróleo se destacam por liderar vários indicadores de incidência e mortalidade dentro da indústria de transformação no Brasil. A abordagem das análises dos acidentes tem evoluído desde uma concepção do erro humano até as relações inter organizacionais. As empresas continuam usando abordagens tradicionais na investigação de acidentes que não ajudam na prevenção eficaz dos mesmos. Os estudos aprofundados em acidentes do setor que mostrem ...

  3. Segurança do trabalho no beneficiamento do RCC inerte

    OpenAIRE

    Fernandes,Maria da Paz Medeiros; Silva Filho,Luiz Carlos Pinto da

    2015-01-01

    Grande quantidade de resíduos da construção civil (RCCs) é gerada nas atividades de construção. O desafio é reduzir esse volume na geração. Para induzir essa mudança na gestão desses resíduos, o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) publicou as Resoluções nº 307/2002, 348/2004, 431/2011 e 448/2012. Entretanto, aspectos relativos à Segurança e Saúde do Trabalho (SST) na manipulação e processamento dos RCCs ainda são olvidados. Com o objetivo de contribuir para enfatizar essa questão e aj...

  4. A Reação ao Assédio Moral no ambiente do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Míriam Rodrigues

    2013-06-01

    Full Text Available Este estudo se propõe a agrupar características de profissionais que reagem aoassédio moral no ambiente de trabalho. Os estudos sobre este tema, ainda recentes,e também sua importância, sinalizam a necessidade de maior aprofundamento nacompreensão deste fenômeno tão nocivo para profissionais e organizações. O uso daanálise de agrupamentos ou clusters propiciou novas possibilidades de entendimentodo fenômeno. Foram analisadas respostas oferecidas por 175 profissionais deempresas de diferentes ramos e portes a um formulário com questões abertas. Osresultados indicaram que a reação ao assédio, na amostra em questão, ocorre entrea liderança média quando sofre assédio da liderança mais alta.

  5. A graduação em Psicologia prepara para o trabalho no hospital?

    OpenAIRE

    Torezan, Zeila Facci; Calheiros, Taís da Costa; Mandelli, Jéssica Pedrosa; Stumpf, Vanuccy Martins

    2013-01-01

    Considerando a Psicologia hospitalar uma especialidade em expansão no campo da Psicologia da saúde, o presente trabalho resulta de uma pesquisa exploratória sobre a preparação na graduação dos psicólogos hospitalares, que verificou a relação da formação acadêmica com a prática em hospitais gerais na região de Londrina - PR. Participaram desta pesquisa 10 psicólogos hospitalares com vínculo empregatício de no mínimo seis meses e três coordenadores de cursos de graduação em Psicologia de Londri...

  6. Ética e Título do trabalho científico

    OpenAIRE

    Witter, Geraldina Porto

    2014-01-01

    O objetivo do presente texto é tratar de aspectos éticos relacionados com o título de trabalhos científicos. O título é um item essencial na comunicação científica e é constituído por atores como o autor do discurso, pesquisadores, participantes, entidades financiadoras, revistas científicas e a sociedade de um modo geral. Além dos atores, são apresentadas as características básicas (quantitativas e vocabulares) de um título ético para o discurso científico e sua estrutura frasal. Mesmo sem e...

  7. As saídas para o trabalho psíquico da adolescência

    OpenAIRE

    Emmanuelli,Michèle

    2011-01-01

    O processo de adolescência coloca em questão o trabalho psíquico da elaboração do Édipo, do narcisismo e da problemática de separação. Como se desenvolvem estes processos ao longo do tempo e aonde é que eles chegam? A partir de romances propondo retratos da adolescência e de romances de juventude, de diários e de cartas da adolescência, mas também de pesquisas feitas com a metodologia projetiva junto a adolescentes e a criadores, o autor questiona o que se entende por « crescimento psíquico »...

  8. A influência das normas nos processos de trabalho: o caso da Prefeitura Municipal de Panambi-RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Dexheimer

    2013-05-01

    Full Text Available Este artigo identifica como as normas explícitas na cultura organizacional influenciam os processos de trabalho dos funcionários públicos da Prefeitura Municipal de Panambi/RS. Após a caracterização da organização, no referencial teórico encontram-se algumas definições sobre tipos de organizações, cultura organizacional, normas e processos de trabalho. Em termos metodológicos, com base em Vergara (2009 o estudo classifica-se quanto aos fins como uma pesquisa descritiva. Quanto aos meios, o estudo se classifica como pesquisa de campo, pesquisa bibliográfica e pesquisa documental. Foram aplicadas 18 questões com 30 funcionários da referida Prefeitura a fim de verificar qual era a percepção que os funcionários possuíam sobre as normas vigentes, assim como identificar quais normas reguladoras que mais dificultavam o andamento dos processos de trabalho. Após esses diagnósticos foram propostas estratégias que possam viabilizar um melhor e mais eficiente processo de práticas na Prefeitura Municipal de Panambi/RS. Com a conclusão do trabalho, percebeu-se o quanto as normas organizacionais influenciam os processos de trabalho, afetando diretamente os serviços prestados pela organização, podendo determinar os resultados e desempenhos organizacionais.

  9. A influência das normas nos processos de trabalho: o caso da Prefeitura Municipal de Panambi-RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Dexheimer

    2013-01-01

    Full Text Available Este artigo identifica como as normas explícitas na cultura organizacional influenciam os processos de trabalho dos funcionários públicos da Prefeitura Municipal de Panambi/RS. Após a caracterização da organização, no referencial teórico encontram-se algumas definições sobre tipos de organizações, cultura organizacional, normas e processos de trabalho. Em termos metodológicos, com base em Vergara (2009 o estudo classifica-se quanto aos fins como uma pesquisa descritiva. Quanto aos meios, o estudo se classifica como pesquisa de campo, pesquisa bibliográfica e pesquisa documental. Foram aplicadas 18 questões com 30 funcionários da referida Prefeitura a fim de verificar qual era a percepção que os funcionários possuíam sobre as normas vigentes, assim como identificar quais normas reguladoras que mais dificultavam o andamento dos processos de trabalho. Após esses diagnósticos foram propostas estratégias que possam viabilizar um melhor e mais eficiente processo de práticas na Prefeitura Municipal de Panambi/RS. Com a conclusão do trabalho, percebeu-se o quanto as normas organizacionais influenciam os processos de trabalho, afetando diretamente os serviços prestados pela organização, podendo determinar os resultados e desempenhos organizacionais.

  10. O trabalho em um Centro de Atenção Psicossocial: dificuldades e facilidades da equipe de enfermagem.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Regina Zerbetto

    2011-03-01

    Full Text Available O cotidiano de trabalho da equipe de enfermagem no modelo de atenção psicossocial possibilita a construção de novos saberes e práticas. O estudo objetivou discutir o trabalho de profissionais de enfermagem em um CAPS a partir da perspectiva de seus atores. Pesquisa descritiva, analítica, abordagem qualitativa, realizada em uma cidade do estado de São Paulo, com os membros da equipe de enfermagem. Os dados foram coletados em 2007, por meio de entrevista semiestruturada e submetidos à análise de conteúdo temática. Emergiram quatro categorias temáticas: concepções do modelo psicossocial, as relações estabelecidas dentro da instituição e seu território, as atividades desenvolvidas no cotidiano de trabalho, dificuldades e facilidades no trabalho. Conclui-se que os fatores predisponentes para as dificuldades no cotidiano do trabalho permeiam as dimensões teórico-conceituais (concepção de processo saúde-doença mental, Reforma Psiquiátrica e território. As dificuldades envolveram o âmbito técnico-assistencial, principalmente, as relações da enfermagem com os familiares dos usuários.

  11. Trajetórias identitárias e sentidos do trabalho docente para professores universitários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Regina Raitz

    2014-04-01

    Full Text Available O presente artigo é resultado de uma pesquisa que teve como objetivo compreender a trajetória identitária profissional de seis professoras universitárias e analisar os sentidos atribuídos por elas ao trabalho docente. A investigação tratou-se, metodologicamente, de uma pesquisa qualitativa. Para tanto, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, com o uso do gravador, em que as professoras apresentaram explicações que oferecem, ao leitor, mais elementos para a compreensão de aspectos revelados sobre suas trajetórias profissionais e sobre como significam seu trabalho docente. O tratamento das informações se deu por meio da análise de conteúdo. Os resultados mostram que os sentidos do trabalho, na contemporaneidade, aparecem diversificados, entrecruzados, ambivalentes e contraditórios. Essa diversidade se caracteriza pela complexidade da própria identidade, sempre em constituição, e também em razão de o mundo estar em constante mudança, especialmente o mundo do trabalho, que acaba por afetar o trabalho docente universitário, repercutindo também numa reconfiguração da identidade profissional.

  12. O trabalho em serviços: contribuições para o debate do Serviço Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Schütz

    2013-02-01

    Full Text Available

    O presente artigo trata da temática dos serviços através de uma breve revisão de literatura, visando ampliar o debate sobre a inserção dos assistentes sociais no campo dos serviços sociais, à luz das transformações no mundo do trabalho. Para tanto, faz-se uma pequena revisão em torno do trabalho produtivo e improdutivo, emMarx, e uma pequena exposição sobre a produção da sociologia dotrabalho. Na esteira deste debate são traçadas algumas considerações acerca dos serviços, que indicam a impossibilidade da captura total deste trabalho, enquanto trabalho vivo, embora sejam cada vez mais presentes as formas de controle sobre ele. Partindo destasconsiderações, realiza-se uma reflexão acerca de alguns limites e possibilidades do trabalho profissional do assistente social.

    Posteriormente, são feitas as considerações finais.

  13. Culpa da vítima: um modelo para perpetuar a impunidade nos acidentes do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilela Rodolfo Andrade Gouveia

    2004-01-01

    Full Text Available Neste artigo analisam-se os laudos e dados obtidos das investigações de acidentes graves e fatais do trabalho efetuadas pelo Instituto de Criminalística (IC, Regional de Piracicaba. Foram analisados 71 laudos de acidentes ocorridos em 1998, 1999 e 2000. Os acidentes envolvendo máquinas representam 38,0%, seguido pelas quedas de altura (15,5% e em terceiro lugar os causados por corrente elétrica (11,3%. Os laudos concluem que 80,0% dos acidentes são causados por "atos inseguros" cometidos pelos trabalhadores, enquanto que a falta de segurança ou "condição insegura" responde por 15,5% dos casos. A responsabilização das vítimas ocorre mesmo em situações de elevado risco em que não são adotadas as mínimas condições de segurança, com repercussão favorável ao interesse dos empregadores. Observa-se que estas conclusões refletem os modelos explicativos tradicionais, reducionistas, em que os acidentes são fenômenos simples, de causa única, centrada via de regra nos erros e falhas das próprias vítimas. A despeito das críticas que tem recebido nas duas últimas décadas no meio técnico e acadêmico, esta concepção mantém-se hegemônica prejudicando o desenvolvimento de políticas preventivas e a melhoria das condições de trabalho.

  14. Culpa da vítima: um modelo para perpetuar a impunidade nos acidentes do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo Andrade Gouveia Vilela

    Full Text Available Neste artigo analisam-se os laudos e dados obtidos das investigações de acidentes graves e fatais do trabalho efetuadas pelo Instituto de Criminalística (IC, Regional de Piracicaba. Foram analisados 71 laudos de acidentes ocorridos em 1998, 1999 e 2000. Os acidentes envolvendo máquinas representam 38,0%, seguido pelas quedas de altura (15,5% e em terceiro lugar os causados por corrente elétrica (11,3%. Os laudos concluem que 80,0% dos acidentes são causados por "atos inseguros" cometidos pelos trabalhadores, enquanto que a falta de segurança ou "condição insegura" responde por 15,5% dos casos. A responsabilização das vítimas ocorre mesmo em situações de elevado risco em que não são adotadas as mínimas condições de segurança, com repercussão favorável ao interesse dos empregadores. Observa-se que estas conclusões refletem os modelos explicativos tradicionais, reducionistas, em que os acidentes são fenômenos simples, de causa única, centrada via de regra nos erros e falhas das próprias vítimas. A despeito das críticas que tem recebido nas duas últimas décadas no meio técnico e acadêmico, esta concepção mantém-se hegemônica prejudicando o desenvolvimento de políticas preventivas e a melhoria das condições de trabalho.

  15. TRABALHO E SUBJETIVIDADE: SOFRIMENTO PSÍQUICO EM CONTEXTO DE MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton Luiz Backes

    2012-09-01

    Full Text Available A discussão desenvolvida neste artigo, a partir de uma pesquisa descritivo-qualitativa, trata da vivência subjetiva do funcionário em uma empresa em importantes processos de mudanças organizacionais. O escopo da pesquisa é verificar como o funcionário vivencia subjetivamente os processos de mudanças organizacionais, especificamente no que concerne ao sofrimento psíquico. As mudanças em curso na empresa pesquisada relacionam-se à mudança de controlador e de gestores, a inserção de novos valores e a inovações organizacionais. No plano teórico, o artigo apresenta uma abordagem conceitual do sofrimento psíquico no trabalho, utilizando-se, principalmente, do referencial teórico de Dejours. Os resultados mostram que o sofrimento psíquico do funcionário origina-se da incerteza quanto ao futuro, da intensificação da competitividade no ambiente de trabalho, do comprometimento das relações de confiança entre os funcionários, da dissipação do ambiente cooperativo e de reconhecimento, da irreverência da empresa aos valores éticos do funcionário e do receio de ser considerado descartável. Os resultados apontam ainda para o desenvolvimento de estratégias psicológicas de defesa para a manutenção do equilíbrio e a normalidade frente ao sofrimento vivenciado.

  16. As profissionais do sexo e a justiça do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Celeste Simões Marques

    2013-11-01

    Full Text Available O presente artigo tem por objetivo colocar em pauta a discussão acerca do reconhecimento de direitos trabalhistas as chamadas “profissionais do sexo”. Abordamos tal temática através do discurso jurídico, sem deixar de tratar, contudo, questões sociais que lhe são inerentes. Iniciaremos a partir da distinção doutrinária entre trabalho ilícito e trabalho proibido e faremos uso da CLT para identificar os elementos caracterizadores de uma relação empregatícia entre a prostituta e seu agenciador, e a sua inviabilidade atual, decorrente da tipificação imposta pelo Código Penal Brasileiro à prostituição subordinada. Por fim trazemos algumas decisões do Judiciário Trabalhista que reconhecem relação empregatícia para profissionais que exercem funções que, de alguma forma se relacionam à atividade prostitucional, evidenciando a dificuldade do Judiciário Trabalhista em reconhecer a Dignidade como primado de Direitos Humanos à esse conjunto de trabalhadoras frente a normatividade posta. Em última análise, a ausência de regulamentação da profissão acaba por alimentar uma cadeia de práticas ilícitas e de exploração humana que as reduz, inclusive, a condições análogas à de escravas.

  17. Trabalho decente e precarização Decent work and precariousness instability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinara L. Rosenfield

    2011-01-01

    Full Text Available Na atual fase do capitalismo, as empresas de ponta são organizadas por projetos. Para os trabalhadores a valorização recai sobre a capacidade de adaptação e de gestão de suas empregabilidades através do engajamento em projetos transitórios. Nosso objetivo é refletir se essa adaptabilidade significaria uma nova relação com o trabalho marcada pela flexibilidade positiva ou seria uma justificação de um contexto de precarização. Com base na análise das vivências dos quadros superiores de empresas de TI, atores emblemáticos de trabalho considerado decente, desenvolvemos a hipótese de um "empreendedorismo de si mesmo" que se configura como justificação da precarização, aqui entendida como processo de institucionalização da instabilidade.In the current phase of capitalism, leading companies are primarily organized through projects. Workers are valued according to their ability to adapt and manage their employability through their commitment to transitory projects. The present study explores the question of whether this adaptability signals a new relationship to work involving a positive flexibility, or simply a management regime used to justify heightened job vulnerability. Through an analysis of the experiences of employees working in the upper levels of IT firms, the text develops the hypothesis of 'self entrepreneurship', which emerges as a justification for social vulnerability, understood here as a process of institutionalizing instability.

  18. Trabalho dom?stico: uma an?lise das condi??es de trabalho das empregadas dom?sticas sindicalizadas do munic?pio de Jo?o Pessoa-PB

    OpenAIRE

    Barbosa, Luciana C?ndido

    2013-01-01

    A presente disserta??o tem como objeto de estudo o emprego dom?stico na cidade de Jo?o Pessoa, buscando investigar as condi??es de trabalho das empregadas dom?sticas sindicalizadas do munic?pio de Jo?o Pessoa; ?s dificuldades enfrentadas no trabalho e se a menor qualifica??o e remunera??o dessas empregadas est?o assentadas na perman?ncia do machismo, do racismo e da pobreza na sociedade. Apresenta o contexto hist?rico da categoria g?nero e do feminismo brasileiro, uma leitur...

  19. Participação no mercado de trabalho e no trabalho doméstico: homens e mulheres têm condições iguais? Labor market and home production: are men and women equal?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Madalozzo

    2010-08-01

    Full Text Available A participação das mulheres no mercado de trabalho representa um dos pontos centrais da análise econômica sob a ótica feminista. Apesar do aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho e da diminuição da diferença salarial média entre os dois gêneros, as mulheres ainda enfrentam uma grande dificuldade de serem remuneradas e promovidas em relação aos homens. Os modelos econômicos competitivos não conseguem explicar essas diferenças sem fazer uso de hipóteses fortes sobre as preferências individuais e os objetivos da família. Uma das possibilidades estudadas é que a diferença na remuneração das mulheres tem um aspecto social através de seu trabalho não somente para o mercado, mas também para a manutenção da ordem dentro da família. Este estudo tem como objetivo principal analisar as diferentes participações dos gêneros no trabalho doméstico como potencial influenciador das diferentes condições no mercado de trabalho. Nossos resultados apontam que as mulheres têm uma dupla e pesada jornada de trabalho. Entre nossas principais conclusões, podemos citar que a participação da mulher no mercado de trabalho, principalmente com o aumento de sua remuneração frente ao total da renda familiar, impacta positivamente sua condição de barganha na família, implicando uma menor participação no trabalho doméstico.Female labor market participation is one of the central investigation topics in feminist economics' studies. Even after an increase in the labor market participation and the decrease in the wage gap between men and women, the latter still face great difficulties on being remunerated and promoted when compared to men. Neoclassical economic models cannot explain completely these differences without making use of strong hypothesis about individual preferences and family goals. This study has as the main objective to analyze difference on the housework participation as an influencer to different

  20. Os músicos e seu trabalho: Diferenças de gênero e raça

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Rolfsen Petrilli Segnini

    2014-06-01

    Full Text Available As relações sociais consubstanciais de classe, gênero e raça/cor da pele informam diferenças quando se considera o lugar que músicos ocupam nas formas de vivenciar o campo artístico, seja no trabalho com vínculos duradouros e formais, seja no trabalho intermitente. Os dados estatísticos selecionados evidenciam que o campo da música é, de forma predominante, um espaço constituído de homens brancos (48% do total. As relações sociais de classe acrescentam a importância da origem socioeconômica na formação profissional e no trabalho; em especial dos intérpretes solistas, entre os quais se observa também a predominância de homens brancos.

  1. Gênero e trabalho: um olhar sobre as greves operárias de junho e setembro de 1919 (Bahia - Salvador)

    OpenAIRE

    Matos, Vanessa Cristina Santos

    2008-01-01

    183f. O presente trabalho analisa sob a perspectiva de gênero, o processo de constituição da classe operária baiana, identificando o lugar das mulheres no mercado de trabalho, as relações, experiências e conflitos entre os “sexos” e as especificidades do trabalho feminino, focalizando os ramos de maior eminência ou visibilidade das mulheres. Através da articulação teórica entre o conceito de classe e a categoria gênero e das relações entre os processos de produção e reprodução social formu...

  2. Mundo da escola/mundo do trabalho:realidades conciliáveis pela via polivalência?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Lúcia Freire de Oliveira

    1997-12-01

    Full Text Available Este artigo trata da relação trabalho/educação, procurando situar a escola de nível médio relativamente aos novos requerimentos de qualificação. Centra-se na polivalência, compreendida como exigência calcada nas alterações que marcam os atuais processos de trabalho. Enfatiza que as ligações entre os dois mundos -trabalho/escola -são tecidas à base de que as metamorfoses da produção terminam por repercutir na educação escolar, acenando para o seu realinhamento político, filosófico e pedagógico.

  3. Oferta de trabalho e ciclo econômico: os efeitos trabalhador adicional e desalento no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Gonzaga

    2011-06-01

    Full Text Available O efeito desalento foi introduzido por Long (1953. Segundo esse efeito, em momentos de recessão, quando o salário esperado e a probabilidade de conseguir uma vaga são mais baixos, trabalhadores desempregados optam por deixar de procurar emprego, o que provoca uma queda na taxa de participação na força de trabalho. O efeito trabalhador adicional, por outro lado, atua na direção oposta. A queda na renda real das famílias em períodos de recessão faz com que haja uma entrada de outros membros da família no mercado de trabalho remunerado, com o objetivo de manter o nível de consumo inalterado. O efeito trabalhador adicional tem sido medido pela entrada temporária de mulheres casadas - cujos maridos antes empregados, se tornam desempregados - na força de trabalho. Nesse trabalho, investigamos empiricamente, como os efeitos trabalhador adicional e desalento influenciam a taxa de participação no Brasil, utilizando os dados da PME. A análise empírica consiste em comparar a probabilidade de participação no mercado de trabalho de esposas cujos maridos permaneceram empregados ao longo da amostra com esposas cujos maridos perderam o emprego. O efeito desalento é captado pelo impacto sobre a participação das mudanças nos ciclos econômicos, que estão representados por desvios na média dos rendimentos do trabalho principal em cada período em relação a um determinado valor de referência. Mostramos que ambos os efeitos, apesar de incidirem sobre diferentes grupos de trabalhadores, são importantes determinantes do comportamento da taxa de participação no Brasil.

  4. A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO DA PESSOA TRANSGENERO E A “DOLOROSA” ARTE DE SER NORMAL

    OpenAIRE

    Lima Prado, Anna Priscylla; De Moraes Dangelo, Isabele Bandeira

    2017-01-01

    Aborda a inclusão das pessoas trans no mercado de trabalho e as dificuldades ainda hoje existentes face ao preconceito e à ausência de políticas públicas eficazes. Propõe análise a partir de uma pauta Hermenêutica à luz dos Princípios específicos do Direito do Trabalho e de Princípios Constitucionais Fundamentais, para que sejam criadas normas específicas para a eliminar o preconceito e garantir presença e respeito à dignidade dos transgêneros no meio laboral. As linhas metodológicas adotadas...

  5. Trabalho e cidadania: em direção a uma vinculação enriquecida

    OpenAIRE

    Moraes Pinto, Benedito Rodrigues de [UNESP

    1999-01-01

    A armadilha posta pelo capitalismo para seus críticos, de defender o emprego da força de trabalho pelo capital como um direito, assume atualmente importante especificidade: o retorno histórico da substituição dos homens por máquinas, mediante a automação de base eletrônica, significa a superação do taylorismo-fordismo. Essa forma de produzir significou uma mediocrização do capitalismo quanto ao desenvolvimento das forças produtivas, dado que lastreava a produção no trabalho vivo. Por ter gera...

  6. A influência das normas nos processos de trabalho: o caso da Prefeitura Municipal de Panambi-RS

    OpenAIRE

    Denise Dexheimer; Marcos Paulo Dhein Griebeler

    2013-01-01

    Este artigo identifica como as normas explícitas na cultura organizacional influenciam os processos de trabalho dos funcionários públicos da Prefeitura Municipal de Panambi/RS. Após a caracterização da organização, no referencial teórico encontram-se algumas definições sobre tipos de organizações, cultura organizacional, normas e processos de trabalho. Em termos metodológicos, com base em Vergara (2009) o estudo classifica-se quanto aos fins como uma pesquisa descritiva. Quanto aos meios, o e...

  7. Formação para o trabalho em equipe na residência multiprofissional em saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isis Alexandrina Casanova

    2015-12-01

    Full Text Available Introdução: As mudanças das necessidades de saúde e a implementação do Sistema Único de Saúde (SUS no Brasil trouxeram à tona a necessidade de discutir e ampliar os debates sobre a atuação dos profissionais para um trabalho em equipe interprofissional. A Educação Interprofissional (EIP apresenta‑se atualmente como estratégia para formar profissionais para o trabalho em equipe, essencial para a integralidade no cuidado. Objetivo: O objetivo da pesquisa foi analisar a percepção dos profissionais que cursam a Residência Multiprofissional em Saúde (RMS sobre a formação para o trabalho em equipe. Métodos: Pesquisa de abordagem qualitativa de caráter exploratório descritivo. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi uma questão aberta, componente de uma escala atitudinal que investigou a temática do trabalho em equipe. Participaram da pesquisa 76 residentes de segundo ano de duas instituições (uma pública federal e uma estadual do Estado de São Paulo. Resultados: Os resultados passaram pela análise de conteúdo, tipo temático. A análise temática das respostas obtidas sobre a formação para o trabalho em equipe foi agrupada nas seguintes categorias: atendimento conjunto e tomada de decisão compartilhada no tratamento; trabalho em equipe para a integralidade do cuidado com centralidade no paciente; reconhecimento dos limites e especificidades de cada profissão, bem como a sua integração. Conclusão: Este trabalho demonstrou o potencial da RMS em formar profissionais de saúde para o trabalho em equipe e, consequentemente, para a transformação das práticas, com vistas a integralidade no cuidado.

  8. Condições de trabalho do jornalista: o que revela a pesquisa empírica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Bulhões Alberto Dantas

    2017-03-01

    Full Text Available Investigamos acerca do impacto das condições de trabalho do jornalista na saúde e na qualidade de vida deste profissional. Apresentamos aqui um relato com os primeiros resultados da pesquisa, a partir de uma síntese das três etapas de desenvolvimento do trabalho: pesquisa exploratória, pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo. Enfatizamos os resultados colhidos no pré-teste do instrumento e o levantamento de dados empíricos obtidos a partir de entrevistas em profundidade.

  9. O TRABALHO DE CAMPO COMO RECURSO DIDÁTICO NA GEOGRAFIA: O EXEMPLO DO TRAJETO PARANAPIACABA A CUBATÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emerson Galvani

    2008-04-01

    Full Text Available O texto que se apresenta é um relato da experiência de trabalho de campo realizado nas disciplinas de Climatologia I e II do Departamento de Geografia da FFLCH/USP. O percurso realizado compreende o perfil de Paranapiacaba (Município de Santo André, SP até Cubatão, SP em um desnível aproximado de 800 m. São apresentados e discutidos resultados de um dos trabalhos de campo realizados primeiro semestre de 2008, assim como os procedimentos, dicas e instrumental necessário para esta atividade.

  10. Gênero e insegurança no trabalho no Reino Unido Gender and employment insecurity in the UK

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kate Purcell

    2004-08-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é explorar a dimensão de gênero da insegurança do emprego no Reino Unido, focalizando, para tanto, as recentes tendências do trabalho temporário, que incluem o de prazo fixo, o sazonal, o sem vínculo empregatício, o contratado através de agência, o ocasional e outros tipos de trabalho temporário. Essas formas de trabalho são, inequivocamente, inseguras, sejam elas livremente escolhidas ou não. A primeira seção do artigo trata das pressões e resistências que têm, cumulativamente, levado à atual participação de mulheres no trabalho remunerado. Examinam-se, em seguida, as recentes tendências nos padrões de emprego no Reino Unido, com especial referência às diferenças entre mulheres em idade de trabalho, bem como à incidência e distribuição do trabalho de meio período. As tendências recentes e as diferenças de gênero no trabalho temporário são, assim, consideradas à luz desse contexto mais amplo. Finalmente, esses achados são confrontados com os argumentos no sentido de que o emprego atípico fornece oportunidades para um aumento da participação de mulheres na força de trabalho e para uma conciliação prática entre o emprego e os papéis e relacionamentos familiares.The objective of this article is to explore how far employment insecurity is gendered in the UK, focusing on recent trends in temporary employment, covering fixed term, seasonal, agency, casual and other temporary work. The first section of this paper considers the pressures and resistances that have cumulatively led to women's current participation in paid work. This is followed by an examination of recent trends in UK employment patterns, with particular reference to differences within the female population of working age and the incidence and distribution of part-time employment. Recent trends and gender differences in temporary employment are then considered against this broader background. Finally, this evidence is

  11. As diferenças intergeracionais na conciliação trabalho família : um estudo qualitativo

    OpenAIRE

    Silva, Carlota Barroso Ferreira da

    2017-01-01

    A presente investigação enquadra-se na análise da problemática da conciliação trabalho-família (work and life balance), abordada a partir da perspetiva das diferentes gerações que integram hoje o mercado de trabalho. O estudo, de carater exploratório, teve como principal objetivo contribuir para o conhecimento das necessidades e/ou dificuldades na conciliação das dimensões profissional e familiar dos participantes, mas sobretudo de se compreender se estas se relacionam com a geração à qual pe...

  12. Pluralidade do nexo causal em acidente de trabalho/doença ocupacional: estudo de base legal no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lenz Alberto Alves Cabral

    2018-02-01

    Full Text Available Resumo Introdução: a determinação do nexo causal do acidente de trabalho/doença ocupacional é de suma importância, pois sua análise envolve fatores ideológicos, éticos, humanísticos e legais, sendo realizada nos âmbitos trabalhista, previdenciário e cível. Objetivo: identificar e sistematizar atos normativos legais para subsidiar a compreensão interpretativa do nexo causal entre o sinistro laboral e o trabalho, nos âmbitos trabalhista, previdenciário e cível. Métodos: ensaio crítico-reflexivo, com base em levantamento e sistematização da legislação trabalhista brasileira que dá suporte ao estabelecimento do nexo causal no acidente do trabalho pelos atores sociais legalmente responsáveis por sua determinação. Resultados: são identificadas três modalidades de nexo causal: trabalhista, pelos Serviços Especializados de Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT; previdenciário, pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS; e cível, pela Justiça do Trabalho. A Lei nº 8.213/1991 é referência comum para as três instituições; outros atos legais normativos são específicos no âmbito de cada instituição: as Normas Regulamentadoras do Trabalho (SESMT; a Instrução Normativa 31 (INSS e o Código Civil (Justiça do Trabalho. Conclusão: o uso correto da legislação facilita o estabelecimento do elo entre o acidente e o trabalho, auxiliando na sua compreensão, padronização, diminuição de conflitos e aumento da notificação.

  13. SAFESKILL: um serious game para estudantes e profissionais de segurança do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliton Elói Brandão de Freitas

    2018-06-01

    Full Text Available A discussão em torno dos jogos digitais vem crescendo nos últimos vinte anos, especialmente no que se refere à mediação destes artefatos culturais em distintos espaços de aprendizagem, inclusive os voltados para formação e qualificação profissional.  Considerando essa possibilidade, surgiu o interesse por um estudo que subsidiasse o desenvolvimento de um Documento de Game Design (GDD para um serious game, denominado SafeSkill e que contribuísse para a formação e requalificação de técnicos e engenheiros de segurança do trabalho, tendo como foco a aplicação da Norma Regulamentadora nº 18. O presente artigo apresenta os resultados desse estudo e suas contribuições para desenvolver habilidades que promovam a segurança no trabalho com situações de risco, identificando, avaliando, controlando e evitando a ocorrência de acidentes.   PALAVRAS-CHAVE: Serious games; Game design; Segurança do trabalho; Construção Civil.     ABSTRACT Discussions on digital games have been on the rise for the last twenty years, especially in terms of the mediation of such cultural artifacts in distinct learning environments, including those focused on both professional qualification and background. In light of this, there has been interest in subsidizing the development of a Game Design Document (GDD for a serious game, named SafeSkill, which could contribute to requalify and train workplace safety technicians and engineers, through the application of Brazilian regulatory standard #18. This paper aims at presenting related results and their usefulness in developing skills that can promote safety in labor risky scenarios, such as accident identification, assessment, control and prevention.   KEYWORDS: Serious games; Game design; Workplace safety; Construction.     RESUMEN La discusión en torno a los juegos digitales viene creciendo en los últimos veinte años, especialmente en lo que se refiere a la mediación de estos artefactos

  14. Contratos, Novas Tecnologias e Produtividade do Trabalho entre os Avicultores do Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Armando Dalla Costa

    2008-01-01

    Full Text Available A avicultura brasileira apresentou nas últimas quatro décadas um conjunto de modificações ligadas à estrutura organizacional que englobam grande parte dos processos produtivos, administrativos e de organização do trabalho. A industrialização do setor teve início na década de 1960, impulsionada pelas empresas estabelecidas no Sul do Brasil, sobretudo a Sadia, Perdigão, Ceval, Frangosul, Aurora, entre outras. A produção passou de 217 mil toneladas em 1970 para 9,2 milhões de toneladas em 2006. Nesse mesmo período, o consumo interno brasileiro passou de 2,3 quilos para 36 quilos por habitante/ano e o preço do quilo de carne no varejo caiu de US$ 4,05 para menos de 1 dólar. Apesar desse forte aumento no consumo do mercado interno, a produção cresceu a ponto de tornar o Brasil o maior exportador mundial de frangos e derivados. Este artigo tem por objetivo analisar a influência dos contratos com os agricultores produtores de frango e as novas tecnologias empregadas nos aviários, ao longo desse tempo, e que tipo de transformações causaram na organização e na dinâmica do trabalho desses agricultores, chamados integrados. Para tanto procedeu-se a uma revisão na literatura e um levantamento junto aos produtores rurais e aos técnicos das empresas que lhes prestam assessoria, para identificar tais transformações. Concluiu-se que os contratos são um elemento-chave na relação com os integrados e que a produtividade no trabalho avançou em função das novas tecnologias e do saber acumulado pelos agricultores.Poultry production in Brazil went through significant changes in the last four decades, which embraced large part of the productive, administrative and labor organization processes. The industrialization of the sector began in the 1960s and 1970s, led by firms from the South of Brazil, including Sadia, Perdigão, Ceval, Frangosul and Aurora, among others. Production rose from 217.000 tons to 9.2 millions tons in this

  15. Bem-estar social, mercado de trabalho e o desequilíbrio regional brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Manso

    2010-06-01

    Full Text Available Este trabalho contribui para a literatura empírica sobre o desequilíbrio regional brasileiro, ao analisar, no período pós-Plano Real, o desempenho econômico de cada região do País em termos do crescimento pró-pobre - crescimento econômico acompanhado de redução na desigualdade - e do bem-estar social. Para tanto, utiliza-se metodologia presente em Kakwani, Neri e Son (2006 para avaliar o comportamento do bem-estar social a partir das distribuições da renda familiar e da renda salarial em cada região do País. Investiga-se também a contribuição de indicadores do mercado de trabalho nas performances das regiões. De uma forma geral, os resultados apontam que os maiores impactos na renda dos trabalhos e no bem-estar social deveram-se à taxa de participação de trabalhadores por família e, principalmente, aos ganhos de produtividade dos trabalhadores a partir de 2003, que, por sua vez, foram motivados principalmente pelos acréscimos nos retornos médios provenientes da educação das pessoas ocupadas. Porém, esses ganhos não foram suficientes para o estabelecimento de um padrão de crescimento mais intensamente pró-pobre no Norte e no Nordeste, o que poderia ter contribuído para uma maior aproximação em termos de renda e bem-estar social destas regiões em relação às outras do País.This paper contributes to the empirical literature about the Brazilian regional disequilibrium, once it examines, in the post-Real Plan period, the economic performance of each region of the country in terms of pro-poor growth - growth with reduced inequality - and of the social welfare. To this, it is used the methodology present in Kakwani, Neri and Son (2006 to evaluate the behavior of social welfare from the distributions of familiar income and wage income in each region. Furthermore, it is investigated the contribution of labor market indicators in the performance of regions. In general, the results indicate that the greatest impacts on

  16. Negociações sociais para melhoria das condições de trabalho no setor de teleatendimento: o descompasso entre a posição das empresas e a realidade do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton Marinho Silva

    2005-12-01

    Full Text Available Estudou-se a interação entre empresas de teleatendimento ("telemarketing", órgãos públicos interessados em saúde dos trabalhadores, assessorados por pesquisadores universitários, e entidade sindical de telefonistas, apresentando o descompasso entre as medidas tomadas pelas empresas para enfrentar os problemas de saúde dos trabalhadores e a realidade do trabalho. Partindo das manifestações desses atores em inquérito do Ministério Público do Trabalho e de estudos bibliográficos sobre o adoecimento de teleatendentes, analisam-se as posições das empresas em relação aos riscos gerados pelo trabalho em teleatendimento. Conclui-se, baseando-se nas manifestações empresariais, que existe uma posição de negação dos fatores de risco para adoecimento ocupacional dos teleatendentes e, ao mesmo tempo, de enfrentamento das exigências do setor público de proteção ao trabalho, evidenciando insuficiência das ações dos trabalhadores e limites do poder público nesse campo.

  17. AUTOMAÇÃO, TAYLORISMO-FORDISMO E QUALIFICAÇÃO PARA O TRABALHO: o “apego” de Benjamin Coriat aos “grilhões” do processo de trabalho taylorista-fordista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romildo dos Santos Silva

    2017-03-01

    Full Text Available Discutimos a introdução das novas tecnologias na conformação do processo de trabalho e do tipo de educação para o trabalho. Investigamos as conseqüências da aplicabilidade de um tipo específico de tecnologia que revoluciona com um modelo de indústria que se tornou uma das grandes forças motrizes da economia no século XX: nos referimos à indústria metal-mecânica e à tecnologia de base microeletrônica e da robótica. Buscamos apreender as implicações provocadas por essa tecnologia na conformação do avanço das forças produtivas; do processo de trabalho ajustado ao taylorismo-fordismo e das exigências de novos modelos de formação/qualificação profissional. No presente artigo, nosso objetivo específico é de demonstrar, de um lado, como a reflexão do economista Francês Benjamin Coriat foi influenciado pelos “grilhões” do processo de trabalho taylorista-fordista e, de outro, como a introdução das novas tecnologias aos processos industriais abre perspectivas para suplantação do taylorismo-fordismo e provocam mudanças qualitativas no processo de formação/qualificação dos trabalhadores.

  18. Acidentes de trabalho não fatais: diferenças de gênero e tipo de contrato de trabalho Non-fatal occupational injuries: gender and job contract differences

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma Santana

    2003-04-01

    Full Text Available No Brasil, trabalhadores sem vínculo formal de trabalho representam mais da metade da força de trabalho, cuja maioria é composta por mulheres. Neste estudo, estima-se a incidência anual de acidentes ocupacionais não fatais, e a sua distribuição por gênero e tipo de contrato de trabalho, em uma área urbana do Brasil. Dados provêm de um inquérito de base comunitária conduzido com uma amostra aleatória dos habitantes de Salvador, capital do Estado da Bahia. A população deste estudo compreende o total de pessoas entre 18 e 65 anos que referiram trabalho remunerado (n = 2.947. A coleta de dados baseada em entrevistas domiciliares individuais. A incidência anual de acidentes foi estimada em 5,80%, discretamente maior entre os homens (6,05% do que entre as mulheres (5,53%, ou entre trabalhadores sem contrato formal de trabalho (5,92% do que no grupo de comparação (5,67%, diferenças não estatisticamente significantes. A semelhança entre as freqüências de acidentes de trabalho entre mulheres e homens independentemente do tipo de contrato de trabalho apontam para a necessidade de maior atenção a estes eventos no sexo feminino, e entre os trabalhadores informais, amplamente ignorados nas estatísticas oficiais do país.In Brazil, workers without a formal job contract comprise more than half of the labor force, a contingent formed mainly by women. This study presents estimates of the annual incidence of non-fatal work-related injuries and their distribution by gender and type of job contract in an urban area of Brazil. This was a community-based study with a random cluster area sample of the inhabitants from the city of Salvador, capital of the State of Bahia. The study population included all individuals from 18 to 65 years of age who reported having a paid job (n = 2,947. Data were obtained through individual household interviews. The overall estimated annual incidence rate was 5.80%, with a non-statistically significant

  19. Trabalho, comunicação e desenvolvimento | Work, communication and development

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Ricardo Siqueira Bolaño

    2007-04-01

    Full Text Available Resumo Este artigo procura apresentar de forma sintética o debate em torno da questão atual referente às relações entre comunicação e desenvolvimento. Considera-se que é no nível das leis gerais imanentes da produção capitalista que a questão deve ser posta, de início, para esclarecer de forma completa o problema em tela. Sugere-se que o sistema é caracterizado, cada vez mais, por uma dupla contradição: capital-trabalho / economia-cultura. O caráter contraditório dessa situação, que abre possibilidades de autodeterminação e ao mesmo tempo impossibilita a sua efetiva realização, pode ser esclarecido, em termos econômicos, considerando o duplo movimento de expansão coordenada da lógica mercantil e de um setor não mercantil, que se dá, hoje, a serviço do capital, mas apontando já para a possibilidade de um novo e mais avançado modo de produção. Palavras-chave: trabalho; comunicação; desenvolvimento   Abstract This article attempts to synthesize the debate around the pressing issue of the relation between communication and development. It considers that the issue must be considered within the framework of the immanent general laws of capitalist production, in order to throw light on the matter. It is suggested that the system is more and more characterized by a double contradiction: capital-labour/economy-culture. The contradictory character of the relation, which opens up possibilities of auto-determination and at the same time impedes its effective realization, can be cleared up, in economic terms, by considering a double movement of coordinated expansion of mercantile logic and a non-mercantile sector, which occurs now at the service of capital, but already pointing towards the possibility of a new and more advanced mode of production. Keywords labour; communication; development

  20. A refundação do trabalho no fluxo tensionado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Pierre Durand

    2003-04-01

    Full Text Available O artigo propõe o conceito de "fluxo tensionado" como elemento presente em diversas situações de trabalhado na atualidade, configurando uma nova combinatória produtiva. Essas situações não se reduzem ao método do just-in-time de organização, podendo ser capturadas tanto no segmento industrial como nos serviços e nas relações comerciais entre firmas. O texto está dividido em cinco partes: na primeira faz-se uma breve introdução sobre o contexto econômico e social em que se insere a utilização do fluxo tensionado; na segunda, ele é definido à luz das inovações recentes na produção e no trabalho (modelo japonês e lean-production; na terceira parte, mostra-se como a discussão contemporânea sobre competências é coerente com o novo formato; na quarta, interroga-se sobre o papel do sindicalismo diante do novo desafio; e, finalmente, na quinta parte, adverte-se para as limitações de sua aplicação em um cenário pró-trabalho.The "flux tendu" concept as an element present in various current work situations, which shape a new productive combination. These situations cannot be reduced to the just-in-time method of organization, and can be employed not only in industries but also in services and in the commercial relations between firms. The text is divided into five parts: the first is a short introduction on the economic and social context in which the use of the flux-tendu is inserted; in the second, it is defined in view of the recent innovations in production and in work (the Japanese model and lean-production; in the third part, the contemporary discussion on competences is shown to be coherent with the new format; in the fourth, the role of the unions facing this new challenge is discussed; and, finally, in the fifth, there is a warning on the limit to its applications in a pro-labor scenario.

  1. Trabalho: o desafio democrático Work: the democratic challenge

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Mello e Silva

    2002-10-01

    Full Text Available O texto aborda o atual momento de reestruturação produtiva das empresas, com suas políticas de gestão participativa e de envolvimento dos assalariados, segundo um ponto-de-vista que as enquadra no interior de um contexto mais amplo: da democratização da sociedade brasileira e da formação de uma esfera pública que contemple a relação entre capital e trabalho como constitutiva. Nesse sentido, são postas em confronto uma matriz contratualista e uma matriz corporativa enquanto duas linhas-de-força em disputa na história das relações industriais no País. A discussão sobre o fordismo é feita sob a ótica daquela confrontação. As virtualidades de uma via contratualista são associadas à vaga de negociações que têm tomado corpo no sindicalismo nos últimos anos, aproximando-as de uma prática que enfatiza o aspecto procedimentalista dos acordos, chamando a atenção para o caráter inovador que eles tomam em um ambiente histórico tradicionalmente arredio à presença pública dos representantes do mundo do trabalho.This text approaches the actual moment of productive restructuring of enterprises, with its politics of participative management and the involvement of employees, from a point of view which places them within a wider context: the context of democratization of Brazilian society and the forming of a public sphere that contemplates the relationship between capital and work as constitutive. In this sense, a contractual matrix and a corporate matrix are put in confrontation as two competing driving forces in the history of industrial relations in Brazil. The discussion on fordism is made by the means of this confrontation. The virtualities of a contractual path are associated to the wave of negotiations that have taken shape in syndicalism in recent years, bringing them closer to a practice that emphasizes the procedural aspects of the agreements; pointing to the innovating character they have in a historical environment

  2. Educação contra a exclusão: trabalho infantil e abandono escolar: uma realidade entre dois mundos

    OpenAIRE

    Mateus, Maria do Nascimento Esteves; Ribeiro, Maria do Céu

    2009-01-01

    Este trabalho subordinado ao tema “Educação Contra A Exclusão - Trabalho Infantil e Abandono Escolar: Uma Realidade Entre Dois Mundos” teve como objectivo compreender as estratégias que a Escola EB2,3/S D. Afonso III – Vinhais concebeu para manter ou chamar de novo os jovens adolescentes que abandonam a escola em prol de um trabalho infantil ilegal e desqualificado.

  3. Fluxos informacionais para o monitoramento da implementação da Convenção 182 da Organização Internacional do Trabalho sobre as Piores Formas do Trabalho Infantil: análise comparada dos contextos brasileiro e canadense

    OpenAIRE

    Pedro Alves Barbosa Neto

    2013-01-01

    Este trabalho investiga os fluxos informacionais desenvolvidos no âmbito do monitoramento da implementação da Convenção 182, Sobre as Piores Formas do Trabalho Infantil, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), comparando os contextos brasileiro e canadense. A Convenção tem como objetivo principal a erradicação do trabalho infantil manifestado em suas piores formas das práticas cotidianas vigentes e as qualifica em um grupo de quatro categorias principais, quais sejam: a) trabalho forç...

  4. Trabalho policial e saúde mental: uma pesquisa junto aos Capitães da Polícia Militar

    OpenAIRE

    Spode,Charlotte Beatriz; Merlo,Álvaro Roberto Crespo

    2006-01-01

    O artigo traz relato de pesquisa na qual foram abordadas as relações entre o trabalho dos Capitães da Polícia Militar e sua saúde mental, a partir dos aspectos deste ofício que geram prazer e sofrimento. Como estratégias metodológicas foram adotados três procedimentos: pesquisa documental, acompanhamento do cotidiano de trabalho e realização de entrevistas. Os resultados apontam que apesar da excessiva carga de trabalho administrativo e dos perigos inerentes à profissão, o prazer no trabalho ...

  5. Processo e organização do trabalho: origem, funções e questionamento atual do taylorismo-fordismo

    OpenAIRE

    Telles, Luiz Carlos da Silva

    1982-01-01

    Trata da origem, funções e questionamento da organização científica do trabalho, especificamente, do taylorismo-fordismo. Discute algumas das atuais formas de alteração da organização do trabalho ao mesmo tempo em que mostra a expansão e generalização do taylorismo-fordismo. Aborda as origens e as funções do taylorismo-fordismo como associadas a determinada conjuntura e etapa do processo de trabalho capitalista. Procura inserir a organização científica do trabalho no processo geral das transf...

  6. Comprometimento organizacional e satisfação no trabalho: uma análise da gestão de recursos humanos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Roberto S. Freire

    2012-11-01

    Full Text Available O presente estudo busca refletir sobre o comportamento humano no trabalho, considerando a percepção do empregado quanto ao comprometimento organizacional e à satisfação no trabalho. Os resultados identificaram as variáveis que interferem no contexto do trabalho em um grupo de pesquisadores técnico-científicos e reafirmam a importância de se conhecer e compreender o comportamento humano no trabalho como uma estratégia na gestão de recursos humanos.

  7. Um contraste entre as teorias cognitivas da consciência de Baars e Dennett: o espaço de trabalho global seria um teatro cartesiano?

    OpenAIRE

    Leite, Samuel de Castro Bellini [UNESP

    2013-01-01

    Este trabalho tem como objetivo geral realizar um contraste entre duas teorias cognitivas da consciência, a Teoria do Espaço de Trabalho Global de Bernard Baars (1988) e o Modelo de Esboços Múltiplos de Daniel Dennett (1991). Apesar de Dennett demonstrar apreciação pela Teoria do Espaço de Trabalho Global, sua teoria não aparenta ser muito compatível com a mesma. O objetivo específico deste trabalho é de verificar esta compatibilidade perguntando se as criticas de Dennett ao Teatro Cartesiano...

  8. Trabalho em turnos e dimensões sociais: um estudo na indústria têxtil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Isabel Ferreira

    2013-09-01

    Full Text Available O trabalho em turnos tem sido associado a diversas consequências na vida dos trabalhadores. Este estudo analisa as consequências do trabalho em turnos ao nível familiar, social e organizacional e de que forma tais dimensões podem interferir na adaptação a estes horários. Foi utilizada uma amostra de 239 trabalhadores de uma empresa têxtil portuguesa, distribuídos pelos seguintes horários: convencional (08h-12h30/13h30-17h, 1º turno (06h/14h; turno da manhã, 2º turno (14h/22h; turno da tarde e 3º turno (22h/06h; turno da noite. Na coleta de dados foi usado um questionário para avaliar, entre outros aspectos, a relação do horário de trabalho com a vida conjugal, a vida social ou o apoio da empresa. Os resultados apontam para uma preferência dos trabalhadores relativamente ao 1º turno, tendo este obtido os melhores scores em todos os aspectos. O horário convencional, por sua vez, apresenta os scores mais reduzidos. Genericamente, os resultados apontam para a importância de dimensões sociais na gestão do tempo de trabalho.

  9. O trabalho do professor-estagiário de língua portuguesa: uma atividade direcionada a quem?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Redmer Hinz

    2013-01-01

    Full Text Available Este artigo apresenta uma reflexão acerca do trabalho do professor-estagiário de língua portuguesa, considerando a importância e a complexidade dessa atividade. Fundamentado na teoria bakhtiniana e nas ciências do trabalho, este estudo, de caráter qualitativo, tem como objetivo investigar para quem é direcionada a atividade dos professores de língua portuguesa durante o período de estágio supervisionado, de modo a observar qual é a influência desse direcionamento no desenvolvimento do trabalho docente. Para tanto, são analisados enunciados concretos produzidos a partir de entrevistas semiestruturadas com três alunos do curso de Letras de uma universidade privada do interior do Rio Grande do Sul. Resultados apontam para o fato de que a questão do direcionamento da atividade é bastante conflituosa, pois, apesar de os estagiários considerarem que deveriam ter o aluno como principal destinatário, nem sempre isso se concretiza, já que precisam adequar seu trabalho a exigências distintas, muitas vezes divergentes de seus próprios pontos de vista.

  10. TRABALHO, SOFRIMENTO E ADOECIMENTO: A REALIDADE DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE NO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzane Beatriz Frantz Krug

    Full Text Available Resumo O estudo que deu origem a este artigo teve por objetivo analisar como o agente comunitário de saúde avalia seu contexto de trabalho e os possíveis fatores que contribuem para seu sofrimento/adoecimento. Tratou-se de um estudo transversal, descritivo, de abordagem quantitativo-qualitativa, com agentes de saúde de 13 municípios da região central do estado do Rio Grande do Sul, no ano de 2014. Utilizaram-se para a coleta de dados um questionário sociodemográfico, o ‘Inventário de trabalho e risco de adoecimento’ e entrevista. Os dados foram examinados por meio da análise de conteúdo. As situações de sofrimento relacionaram-se ao não reconhecimento profissional, ritmos excessivos, sobrecarga de trabalho, conflitos com a comunidade, não resolutividade das ações, indisponibilidade de materiais e insumos somados à localização geográfica da unidade de saúde e das residências dos usuários, tipo de estratégia e gestão da saúde. Concluiu-se que o contexto de trabalho do agente de saúde pode resultar em sofrimento/adoecimento desses trabalhadores.

  11. Lesão cerebral traumática e acidentes de trabalho: estudo de revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreia Ramos

    Full Text Available O objetivo do trabalho foi revisar os achados de pesquisas, nas literaturas nacional e internacional, sobre a associação entre lesão cerebral traumática (LCT e acidentes de trabalho. Para revisão do assunto utilizou-se como bases de dados o MEDLINE e LILACS do período de 1991 a 2001. Foram encontrados poucos estudos (n=4 investigando a associação entre LCT e acidente de trabalho. Estes apresentavam limitações metodológicas, tais como utilização de bancos de dados secundários, a caracterização da amostra e os critérios utilizados para definir LCT. Percebe-se uma preocupação com os estudos sobre reabilitação e gastos dos sistemas de saúde com este tipo de lesão - e suas seqüelas mas pouca pesquisa envolvendo a discussão da inter-relação da organização do trabalho com a incidência de LCT.

  12. Processos globais e mercado de trabalho: novas dinâmicas no setor automotivo no Brasil - anos 2000

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Garcia, Sandro Ruduit

    2007-01-01

    Full Text Available O artigo tenta identificar novas dinâmicas no mercado de trabalho, face aos processos globais, a partir do que vem ocorrendo no setor automotivo brasileiro nos anos 2000, focando particularmente o caso do pólo de Gravataí (RS. O argumento central da análise é de que a constituição de processos globais promove novas dinâmicas em mercados de trabalho regionais. A abertura de mercados de produtos, as composições entre capitais nacionais e estrangeiros e os investimentos em novas plantas industriais expressam processos globais que poderiam criar novas atividades e funções produtivas, empresas e empregos, assim como estimular capacidades e conhecimentos. Por outro lado, a competitividade, instabilidade e interdependência do sistema global reforçariam a seletividade social nos mercados de trabalho regionais, constituindo novos riscos e ansiedades para segmentos econômicos e sociais vulneráveis. Isso tenderia a mobilizar instituições no esforço de tentar reparar distorções face à nova complexidade do mercado de trabalho

  13. Resiliência no trabalho: uma análise comparativa entre as teorias funcionalista e crítica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana de Azevedo Vieira

    Full Text Available Resumo A resiliência foi um termo que começou a ser empregado no contexto organizacional no final dos anos 1990; porém, atualmente, é exigida como uma forma de competência ou um “perfil” para determinada vaga de emprego no mercado de trabalho. Na mesma época, surgiu uma linha de pesquisa que tem papel fundamental em analisar as relações de trabalho com foco no indivíduo e em seu universo subjetivo, questionando as ideias funcionalistas que predominavam há anos no contexto das organizações. Partindo dessa ideia, este trabalho tem como objetivo interpretar o conceito de resiliência na literatura com foco no universo subjetivo do trabalhador. Para isso, foi realizada uma investigação sobre os fatores internos e externos e suas influências na forma de pensar e agir (subjetividade dos trabalhadores com foco no conceito de resiliência. Esta pesquisa foi de cunho qualitativo, exploratório e descritivo quanto aos fins e bibliográfico quantos aos meios, tendo sido analisados 59 trabalhos publicados no período de 1999 a 2014. Os resultados revelaram que o conceito de resiliência, na perspectiva funcionalista, continua dominante no discurso organizacional.

  14. Por um diálogo de saberes entre pescadores artesanais, marisqueiras e o direito ambiental do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ingrid Gil Sales Carvalho

    2014-10-01

    Full Text Available O diálogo de saberes entre pescadores artesanais e marisqueiras sobre o direito a um meio ambiente de trabalho saudável se estabelece como um novo processo de reivindicação para as melhorias das condições de trabalho de populações afetadas por problemas ambientais em geral, e especialmente na Baía de Todos os Santos (BTS. As comunidades do entorno da BTS queixam-se ao Ministério Público Estadual dos efeitos danosos à saúde e ao ambiente das indústrias instaladas no Centro Industrial de Aratu e Porto de Aratu. Diversos pesquisadores das áreas de química, toxicologia, oceanografia, biologia e medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA vêm aprofundando estudos sobre os efeitos da contaminação da BTS em variadas publicações científicas. O objetivo deste artigo é refletir sobre a contribuição desse diálogo na área do direito ambiental do trabalho (DAT no Brasil. A metodologia deste estudo envolveu entrevistas semiestruturada, observação participante, análise documental. Conclui-se que legislação ambientalista/trabalhista do Brasil necessita incluir o diálogo de saberes para garantir o acesso a um meio ambiente de trabalho saudável para pescadores artesanais e marisqueiras.

  15. Globalização e divisão sexual do trabalho Globalization and the sexual division of labour

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Hirata

    2002-01-01

    Full Text Available A partir de uma discussão sobre os contornos e os limites da noção de "globalização", o artigo analisa as profundas transformações que ocorrem no(s mundo(s do trabalho nos anos noventa, detendo-se particularmente em três questões: as conseqüências da globalização sobre a divisão sexual do trabalho; as novas características do emprego feminino na crise; o debate francês sobre as alternativas institucionais e jurídicas, que se referem ao debate anterior sobre o "fim do trabalho" ou a "centralidade do trabalho"; em conclusão, serão apresentadas as alternativas propostas pelos movimentos sociais à crise do emprego e ao desenvolvimento da precariedade.The discussion about the caracteristics and the limits of the notion of "globalization" will conduct us to the analysis of the deep transformations of the world(s of work during the nineties. Three issues interest us: first, the effects of globalization on the sexual division of labour; second, the new trends of female employment in the crisis; third, the French debate about the institutional and juridical alternatives related to the previous discussion about the "end of work" or the "centrality of work"; in conclusion, we will refer to the alternatives coming from the social mouvements against the employment crisis and the development of precariousness.

  16. Estrutura do mercado de trabalho metropolitano na Região Sul do Brasil, em 1995 e em 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Armando Vaz Sampaio

    2012-07-01

    Full Text Available Para melhor compreender as transições que ocorrem no mercado de trabalho, é importante considerar os fluxos de estar empregado, desempregado e fora do mercado de trabalho e as probabilidades envolvidas em função de variáveis socioeconômicas e geográficas. O modelo econométrico utilizado foi o multinomial logit, em que se observou que há diferença de gênero com respeito a estar ocupado e fora do mercado de trabalho, sendo que, para a primeira situação, a probabilidade é maior para o homem e, para a segunda situação, é menor. Verificou-se ainda relação positiva e decrescente entre idade e probabilidade de estar ocupado e relação negativa e decrescente entre idade e possibilidade de estar fora do mercado de trabalho. No que diz respeito à escolaridade, foi encontrada relação positiva sobre a probabilidade de estar ocupado. Ao comparar os anos de 1995 e 2005, verifica-se que a chance de estar desempregado foi maior em 2005.

  17. Migração internacional de trabalho qualificado e o fenômeno do brain drain no Brasil

    OpenAIRE

    FARIA, Bruna Maia de

    2008-01-01

    Maia de Faria, Bruna; Barrantes Hidalgo, Álvaro. Migração internacional de trabalho qualificado e o fenômeno do brain drain no Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.

  18. Percepções de pessoas com baixa visão sobre seu retorno ao mercado de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zelia Zilda Lourenço de Camargo Bittencourt

    2011-08-01

    Full Text Available Este estudo objetivou investigar as características de pessoas com baixa visão afastadas do trabalho e encaminhadas pelo Instituto Nacional de Seguro Social para programa de reabilitação bem como identificar suas expectativas quanto ao possível retorno ao mercado de trabalho. O estudo descritivo transversal contou com entrevistas semiestruturadas. A amostra contou com 12 sujeitos em idade produtiva, sendo 11 do sexo masculino. Quanto à escolaridade, 7 dos sujeitos não completaram o ensino fundamental. O material obtido foi submetido à análise qualitativa de conteúdo, agrupado nas seguintes categorias: conhecimento da deficiência, reabilitação e acesso aos direitos sociais, retorno ao mercado de trabalho, planos para o futuro. Os entrevistados detinham pouco conhecimento sobre a deficiência visual e os direitos sociais da pessoa deficiente. A despeito das políticas afirmativas para pessoas deficientes, a desvantagem social é significativa quando se observam a baixa escolaridade e a pouca qualificação profissional, dificultando sua inclusão no mercado de trabalho.

  19. Mercado de trabalho e pobreza: discurso e evidências na trajetória brasileira recente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ângela Borges

    Full Text Available O artigo discute a redefinição da origem da pobreza e a forma de administrá-la a partir da virada dos anos 80 para os anos 90 do século XX, tomando como exemplo o caso brasileiro. Resgata as abordagens dominantes que enfatizavam as causas estruturais da pobreza a partir da dinâmica do mercado de trabalho até a crise do fordismo e centra-se na nova matriz discursiva sobre a pobreza dos anos 90, que encontra no Banco Mundial a sua formulação mais paradigmática. Nessa visão, o centro do debate sobre a origem da pobreza e sobre as estratégias para o seu enfrentamento é deslocado para os indivíduos e seus déficit, retirando de cena questões estruturais relativas à relação capital x trabalho e, em especial, ao mercado de trabalho e enfatizando a descrição da situação dos pobres e a mensuração da pobreza, essenciais para a formulação de políticas focalizadas na administração da pobreza. Sustenta sua crítica a partir da análise de informações comparativas relativas ao funcionamento do mercado de trabalho nos anos do desenvolvimentismo e no período mais recente.

  20. Perspectivas para o mercado de trabalho após o crescimento com inclusão social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    PAULO BALTAR

    2015-12-01

    Full Text Available resumo O atual quadro econômico de queda no PIB, com inflação de 10% ao ano, ameaça o nível de emprego e o poder de compra da renda do trabalho. No acompanhamento da evolução do emprego e da renda do trabalho será importante levar em conta o que aconteceu em 2003-2013 para avaliar as particularidades de uma eventual reversão dos avanços obtidos no mercado de trabalho, com o recente crescimento com inclusão social. Nesse contexto, este artigo mostra as mudanças que ocorreram no mercado de trabalho do país, com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD para 2004 e 2013. A análise começa pelo desempenho da economia e a condição de atividade da população. Em seguida destaca as principais mudanças na estrutura ocupacional e nos rendimentos com ênfase no emprego em estabelecimento.

  1. Qualidade de vida no trabalho e burnout em trabalhadores de enfermagem de Unidade de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Rodrigues Costa Schmidt

    2013-02-01

    Full Text Available Estudo descritivo, correlacional, de corte transversal, cujos objetivos foram avaliar a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT e a presença da Síndrome de Burnout entre profissionais de enfermagem de Unidade de Terapia Intensiva. Compuseram a amostra 53 trabalhadores de enfermagem de um hospital escola do interior do Paraná, Brasil. Utilizou-se para a coleta de dados: instrumento de caracterização sócio-demográfica e profissional, Escala Visual Analógica para QVT e o Maslach Burnout Inventory (MBI. A coleta de dados ocorreu entre abril e agosto de 2009. Predominaram auxiliares de enfermagem (52,8%, do sexo feminino (66,0%, casados (67,9%, com idade média de 42,4 anos. A média de QVT para o total da amostra foi de 71,1 (D.P.=15,5, demonstrando uma avaliação satisfatória para essa medida. As dimensões Exaustão Emocional, Despersonalização e Realização Profissional obtiveram média de 11,4 (DP=7,7, 4,6 (DP=4,1 e 25,0 (DP=5,9, respectivamente, enquanto a medida de QVT somente obteve associação estatisticamente significante com a dimensão Exaustão Emocional (p=0,000.

  2. DEFICIÊNCIA ADQUIRIDA NO TRABALHO EM POLICIAIS MILITARES: SIGNIFICADOS E SENTIDOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliza Maura de Castilho Lopes

    2015-12-01

    Full Text Available ResumoAo analisar o papel que os policiais militares ocupam na sociedade, é possível observar sua forte relação com a autoridade, a força e a integridade corporal, aspectos distantes da imagem atribuída às pessoas com deficiência. Apesar da aparente incompatibilidade entre os dois papéis, verifica-se que a aquisição de uma deficiência é uma possibilidade real na vida profissional desses indivíduos, face às condições de risco físico a que eles são submetidos. Amparado nos pressupostos teórico-metodológicos da Psicologia Histórico-Cultural, na qual o trabalho é entendido como atividade vital humana, realizou-se o presente estudo - de caráter exploratório e analítico - que objetivou identificar o conjunto de significações relacionado à deficiência e à Polícia Militar para policiais com deficiência adquirida, na história de vida dos participantes. Seus achados reiteram as significações de desvalorização profissional e pessoal dadas às pessoas com deficiência, mesmo em tempos nos quais ações inclusivas têm sido propagadas em termos normativos e sociais.

  3. Sintomatologia osteomuscular e qualidade de vida de portadores de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giselle Santana Dosea

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar, a partir de um perfil ocupacional, os aspectos da sintomatologia osteomuscular e da qualidade de vida (QV de trabalhadores notificados como portadores de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT no estado de Sergipe. Métodos: A pesquisa foi realizada entre os meses de julho/2013 e julho/2014 e utilizou-se os questionários Nórdico de Sintomas Osteomusculares e o SF-36, em 56 voluntários. Resultados: Observou-se maior severidade dos sintomas na região dos ombros e cervical, e baixas médias de QV em todos os domínios, com relação significativa entre sexo e sintomatologia nos membros superiores, e entre componentes mentais e físicos da QV e a sintomatologia em ombros e punhos. Considerações finais: Esta pesquisa possuiu limites metodológicos relacionados ao reduzido número de indivíduos da amostra, no entanto, ainda assim, foi possível atingir seus objetivos, através da análise do perfil ocupacional, da sintomatologia osteomuscular e da QV dos trabalhadores notificados como portadores de DORT no estado de Sergipe. A QV do portador de DORT é reduzida, embora sua relação com a sintomatologia da doença precise ser investigada mais profundamente.

  4. SUA VIDA É UM LIVRO: UM TRABALHO INTERDISCIPLINAR ACERCA DO PAPEL DA MULHER NA COMUNIDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Henrique Silva

    2017-02-01

    Full Text Available Este estudo visa abordar os aspectos políticos, culturais e históricos da sociedade, com ênfase na importância do papel da mulher. A fundamentação teórica foi construída à luz dos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio (2006, do Currículo do Estado de São Paulo (2011 e Lustosa (2006. Tendo em vista que o ensino médio atual deve se preocupar com uma educação permanente, o que significa preparar o aluno para a vida e qualificá-lo para a cidadania, seja num futuro ambiente escolar ou profissional, espera-se que o aluno, ao realizar as atividades propostas neste projeto, adquira um significado ao seu aprendizado e reconheça a importância da figura feminina na sua sociedade. Para tanto, foi elaborado um projeto interdisciplinar entre as áreas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas a fim de organizar um trabalho em que o conhecimento seja contextualizado de forma sincrônica, diacrônica e interativa.

  5. A MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA E OS IMPACTOS SOBRE O TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Rodrigues Mendonça

    2011-11-01

    Full Text Available A imposição da racionalidade técnica e científica na agricultura brasileira, especificamente no Estado de Goiás – principal fronteira agrícola do país – transformou as paisagens rurais do Planalto Central Brasileiro em grandes lavouras tecnificadas. Essa nova dinâmica territorial provocou profundas mudanças nas relações sociais de trabalho no espaço rural, destacando-se a desqualificação, a sub-proletarização e outras formas precarizadas, e o desemprego, redefinindo a subordinação dos trabalhadores `a nova dinâmica da produção. O capital agroindustrial-financeiro internacionalizado incorporou diversos espaços rurais à economia mundial, mediante a monocultura para exportação, especialmente a soja e o milho, a instalação de agroindústrias e a ‘integração’ de grande parcela dos pequenos produtores ao mercado, além da expulsão (desterritorialização de milhares de famílias, que atualmente aglomeram-se precariamente nos centros urbanos, sendo, pois, esse processo, redefinidor da questão cidade-campo.

  6. MIGRAÇÕES E TRABALHO SOB CONTRATO NO SÉCULO XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Aurélio dos SANTOS

    2017-12-01

    Full Text Available RESUMO O objetivo deste artigo é entender o tráfico de coolies, os movimentos emigratórios da Índia e da China e a questão da diversidade de formas de trabalho compulsório em diversos espaços da América no século XIX. Pretende-se, ainda, realizar uma apreciação dos números da emigração de chineses e indianos para a América e a inserção dos primeiros em diversos espaços do continente, especialmente a partir da década de 1840 até o final do século XIX. Para finalizar, o artigo procura relacionar a crise da escravidão no espaço Atlântico, a reorganização do mercado mundial de mão de obra e as políticas imperiais de Portugal e Grã-Bretanha.

  7. Educacao interprofissional: formacao de profissionais de saude para o trabalho em equipe com foco nos usuarios

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Peduzzi

    2013-08-01

    Full Text Available São analisados os constructos teóricos da educação interprofissional com base em duas revisões de literatura, considerado o contexto da formação dos profissionais de saúde no Brasil. Identificam-se três tipos de formação: uniprofissional, multiprofissional e interprofissional, com predomínio da primeira, que ocorre entre estudantes de uma mesma profissão de forma isolada; a segunda, entre estudantes de duas ou mais profissões de forma paralela, sem haver interação, e na terceira há aprendizagem compartilhada, com interação entre estudantes e/ou profissionais de diferentes áreas. Destaca-se a distinção entre interprofissionalidade e interdisciplinaridade, referidas, respectivamente, como a integração das práticas profissionais e das disciplinas ou áreas de conhecimento. Mediante a análise apresentada, conclui-se que no contexto brasileiro, a educação interprofissional, base para o trabalho em equipe colaborativo, ainda está restrita a iniciativas recentes, que merecem estudo.

  8. QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E NÍVEIS HIERÁRQUICOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alyne Neves da Silva

    2012-04-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar e analisar como as dimensões econômica, política, psicológica e sociológica de qualidade de vida no trabalho – QVT (WESTLEY, 1979 são percebidas pelos colaboradores de diferentes níveis hierárquicos (estratégico, tático e operacional em uma indústria. Fundamentou-se na área do comportamento organizacional para investigar a presença ou não de diferenças perceptivas entre três subgrupos organizacionais sobre a QVT. Realizou-se um survey descritivoquantitativo (BABIE, 2001. Os resultados evidenciam que a QVT é percebida diferentemente entre os níveis hierárquicos. Semelhante ao que ocorre com os estudos de cultura e clima organizacional, os dados indicam a existência de subQVT no plano intraorganizacional. Como consequência, a discussão e análise da QVT no contexto organizacional não pode ser pensada apenas de forma única e pela lógica da integração, mas também pela lógica da diferenciação e da fragmentação, em que diferentes subgrupos organizacionais percebem a QVT distintamente.

  9. A REINSERÇÃO SOCIAL DA EX-PRESIDIÁRIA NO MERCADO DE TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Ribeiro

    2017-07-01

    Full Text Available Partindo da Constituição Federal de 1988 que traz em seu Título II, Capítulo I os Direitos e as Garantias Individuais e Coletivas. “Art. 5o Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza [...] I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição” (BRASIL, 1988, p.8, esse artigo pretende analisar a trajetória da mulher na sociedade com foco na mulher presidiária. E também analisar a desigualdade entre homens e mulheres, não só dentro do sistema penitenciário, mas também, e principalmente, entre as oportunidades de reinserção destas mulheres no mercado de trabalho, após o cumprimento de suas penas. E, a partir dessa análise, tentar avaliar o quão utópico, ou não, é a ressocialização de um egresso do sistema penitenciário, bem como a igualdade entre homens e mulheres.

  10. Trabalho em turnos: estado geral de saúde relacionado ao sono em trabalhadores de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Soares Mendes

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar os sintomas referentes ao estado geral de saúde associado ao trabalho em turnos de enfermagem e relacioná-los com a qualidade do sono. O estudo foi realizado no Hospital da Irmandade da Santa Casa de Poços de Caldas, Minas Gerais. Participaram 136 profissionais de enfermagem, com média de idade de 33,1 anos, divididos nas seguintes categorias: enfermeiro (8,1%; técnico de enfermagem (80,9%; auxiliar de enfermagem dos turnos diurno e noturno (11%. Os sintomas de saúde foram identificados a partir do Inventário de Estado Geral de Saúde, e a qualidade do sono foi avaliada pelo Diário do Sono. Os dados foram estatisticamente significativos pelo Teste Qui-Quadrado (p=0,021 para a presença do sintoma de flatulência ou distensão abdominal no turno noturno. Constatou-se com a análise de regressão linear múltipla que os sujeitos do turno diurno que apresentaram os sintomas de má digestão (às vezes ou sempre e irritabilidade (sempre tiveram pior qualidade de sono noturno.

  11. Os estados-limite nos trabalhos psicanalíticos franceses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Yves Chagnon

    2009-06-01

    Full Text Available Após uma breve introdução histórica e um esclarecimento terminológico, o quadro psicopatológico clássico das organizações-limite, descrito por Kernberg, está resumido tanto na sua dimensão clínica, estrutural, como genética. As diferentes correntes psicodinâmicas contemporâneas são lembradas; em seguida, os principais trabalhos psicanalíticos de língua francesa são apresentados, tanto a respeito dos adultos (Bergeret, Green como das crianças e adolescentes (Diatkine, Mises, Jeammet. A especificidade teórica da psicanálise francesa, ligada tanto ao impulso como às relações de objeto, à intra-psíquica como ao intra-subjetivo, é destacada. Uma síntese atual (Brusset, Chabert é proposta baseada em três problemáticas principais: a patologia do transtorno borderline e a falta de interioridade, a angústia da perda do objeto, as particularidades do conflito edipiano e o masoquismo. O peso das modificações psicossociais e culturais contemporâneas sobre as mudanças da psicopatologia é aqui evocada.

  12. Trabalho de casa, auto-eficácia e rendimento em matemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Sales Luís Rosário

    Full Text Available O Trabalho de Casa (TPC é uma estratégia instrutiva amplamente utilizada na Escola de muitos países. O TPC é um processo complexo que é afectado por múltiplos factores de ordem cognitiva, motivacional, social e contextual. A investigação tem-se centrado no tempo despendido na realização das tarefas de TPC, no entanto os resultados de vários estudos e as críticas metodológicas sugerem a necessidade de direccionar a pesquisa para outras variáveis. O objectivo deste estudo é a análise do poder preditivo da auto-eficácia percebida na Matemática e de três dimensões menos exploradas na literatura do TPC (e.g., número de TPC prescritos, taxa de completamento, e correcção percebida do TPC sobre o rendimento a matemática, em alunos portugueses do 5.º e 6.º ano de escolaridade (10 e 11 anos. Os resultados sugerem que o rendimento a matemática se encontra explicado, positiva e significativamente, pelas variáveis escolhidas. As conclusões sugerem a urgência de repensar o TPC como ferramenta educativa promotora do sucesso académico.

  13. PPRA/PCMSO: auditoria, inspeção do trabalho e controle social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Roberto Miranda

    2004-02-01

    Full Text Available Os autores analisaram Programas de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA e Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO implementados por 30 empresas, de diferentes ramos econômicos, com mais de cem empregados, em atividade em Salvador, Bahia. As inconsistências verificadas foram estudadas segundo os riscos ocupacionais, levando-se em conta as diversas etapas de desenvolvimento dos programas. Os Autores constataram a baixa qualidade técnica desses programas e apontam a evidente necessidade de ampliar a cobertura da fiscalização estatal, assim como de estimular a participação dos trabalhadores e dos seus representantes no desenvolvimento dos programas PPRA e PCMSO. Consideram, ainda, de fundamental importância o desenvolvimento e o aprimoramento de condutas, procedimentos e instrumentos de inspeção na área de segurança e saúde no trabalho.

  14. Mercado de trabalho, informalidade e comércio ambulante em São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Batista Pamplona

    2013-06-01

    Full Text Available O objetivo central deste artigo é caracterizar e analisar a evolução da quantidade e o perfil dos trabalhadores no comércio ambulante da cidade de São Paulo, na primeira década de 2000. A base empírica é composta por séries da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED na Região Metropolitana de São Paulo, realizada pela Fundação Seade. Os dados revelam que, em 2009, havia cerca de 100.000 comerciantes de rua trabalhando na capital paulista, número bem menor do que o verificado em 2004 (133.000 pessoas. Essa significativa redução deve ser atribuída à melhoria do mercado de trabalho metropolitano depois de 2004, expressa pela queda do desemprego. Não obstante a heterogeneidade dos comerciantes de rua, foi possível identificar um perfil predominante desses trabalhadores: são homens, de cor branca, de idade madura, com precária escolaridade, chefes de domicílios pobres e moradores há bastante tempo na cidade.

  15. O TRABALHO DA ESCOLA COM OS TEXTOS MIDIÁTICOS: FORMAÇÃO DE LEITORES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita Rodrigues de Souza

    2010-08-01

    Full Text Available A leitura midiática está presente em todos os contextos da vida cotidiana. A escola, como um lugar de formação integral do sujeito, não pode e não deve se esquivar do trabalho criterioso com as especificidades da linguagem midiática em todos os níveis de ensino, inclusive nos anos iniciais de escolarização. Este artigo traz as reflexões teórico-metodológicas que fundamentaram a oficina “Leitura nos anos iniciais: os textos midiáticos”, realizada com as professores da Rede Municipal de Educação de Inhumas/GO, na Semana de Planejamento Pedagógico, em janeiro/2008. A referida oficina abordou o tratamento de texto publicitário destinado ao público infanto-juvenil e a linguagem humorística na arte cinematográfica. Esse artigo objetiva refletir sobre o uso deste tipo de linguagem nas séries iniciais sob o prisma dos estudos lingüísticos em relação às teorias de leitura e os teóricos dos meios de comunicação de massa.

  16. Qualidade de vida no trabalho e saúde/doença Quality working life and health/illness

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Antônio de Castro Lacaz

    2000-01-01

    Full Text Available A partir da discussão das noções que assumiu a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT, priorizou-se a que valoriza as mudanças na organização do trabalho, a participação dos trabalhadores, conforme o Programa Internacional para o Melhoramento das Condições e dos Ambientes de Trabalho (PIACT, da Organização Internacional do Trabalho (OIT, 1976. Diante da escolha, são apontados os limites da QVT na nossa realidade, em que a democracia nos locais de trabalho é ainda frágil. Ao lado disso, vis à vis o taylorismo/fordismo, discute-se as mudanças na organização do processo de trabalho que acompanham a QVT na reestruturação produtiva, apontando para a necessidade de pensar-se indicadores epidemiológicos que expressem as relações saúde/doença e as novas formas de gestão, divisão e organização da produção, representadas pelas doenças relacionadas ao trabalho, cujo nexo com ele têm causalidade mais complexa.Using as starting point the discussion of many concepts of the term Quality Working Life (QWL is assumed the idea of priority to changes in working organization and worker's participation, like pointed out the International Program on Bettering Working Conditions and Labor Environment, proposed by International Labor Organization (ILO, in 1976. Are pointed the limits of QWL in a reality like the Brazilian, where democracy in working places is still so fragile. Besides, vis-à-vis Taylorism/ Fordism, are discussed the changes in the organization of working process that occur in the QWL within the process of job redesign, pointing the necessity to think about epidemiological indicators that show the relationships health/ illness and the new ways of management and organization of the productive process, represented by the working related diseases, whose nexus with working process has a more complex causality.

  17. Geografia do trabalho no Brasil Géographie du travail au Brésil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Gori Maia

    2009-06-01

    Full Text Available Este trabalho propõe-se a analisar a configuração territorial do mercado do trabalho no Brasil a partir da distribuição das estruturas ocupacionais de seus municípios. A idéia principal é que a estrutura ocupacional, uma conjugação entre a forma de inserção no mercado de trabalho (classe ocupacional e a faixa de rednimento dotrabalho principal (estrato econômico, cumpre um importante papel na análise do estágio de desenvolvimento socioeconômico dos municípios e das extremas desigualdades do território brasileiro. A ocupação do indivíduo no mercado de trabalho define sua classe ocupacional, cuja identificação é dada em função do poder político, prestígio social e possibilidade de geração de renda de sua ocupação. Considerando as extremas diferenças distributivas no Brasil, mesmo entre integrantes de classes ocupacionais relativamente homogêneas, define-se ainda um segundo critério de classificação, o estrato econômico, a partir de faixas de rendimento do trabalho principal. As análises baseiam-se em informações da base de microdados do Censo Demográfico 2000, técnicas estatísticas multivariadas de análise de correspondência e cluster, e na distribuição territorial dos grupos municipais em um mapa coroplético. Embora a classificação obtida não permita quantificar as relações entre os municípios brasileiros, permite identificar uma clara hierarquia de desenvolvimento socioeconômico entre os grupos municipais. De maneira geral, identifica-se que a grande maioria dos municípios brasileiros apresenta um baixo padrão de desenvolvimento socioeconômico, com predomínio das atividades agrícolas e uma massa expressiva de trabalhadores mal remunerados. Os poucos municípios urbanos desenvolvidos concentram a maior parte da população brasileira e, embora apresentem uma maior participação relativa de ocupados nos estratos econômicos mais elevados, acabam concentrando grande parte de exclu

  18. O MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM- TERRA E O DIREITO FUNDAMENTAL AO TRABALHO DIGNO: UMA PESQUISA ETNOGRÁFICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Felipe de Castro

    2015-07-01

    Full Text Available O presente artigo tem por tema o direito fundamental ao trabalho digno, com ênfase na sua dimensão de elemento constituinte da psique dos sujeitos inseridos numa sociedade de mercado e consumo, marcada por profundas disparidades sociais internas derivadas, em grande medida, de sua localização periférica e subdesenvolvida na economia-mundo. O referencial teórico da análise parte de uma leitura entre psicanálise marxismo, acerca da centralidade do trabalho na constituição psíquica do sujeito. Estas duas vertentes de pensamento são utilizadas a partir da observação desta temática na vida de trabalhadores rurais pertencentes a uma comunidade de agricultores sem-terra, na sua trajetória em bus- ca de trabalho. É da leitura cruzada entre esses dois autores, que ao fim lançam-se algumas reflexões sobre a trajetória vivida por Pedro e Clara, trabalhadores rurais, dedicados à agricultura fami- liar, que depois de um longo percurso em busca de trabalho, são hoje integrantes de um assentamento do msT, buscando refletir sobre o papel que essa trajetória pode exercer na efetivação do direito fundamental ao trabalho digno e na ampliação dos direitos subjetivos dos agentes envolvidos. O método de pesquisa foi o etnográfico, eis que os pesquisadores vivenciaram diretamente a realidade onde se inserem as personagens aqui descritas e o pro- cedimento de exposição a livre narrativa.

  19. Satisfação no Trabalho dos Policiais Militares do Rio Grande do Sul: um Estudo Quantitativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Damiana Machado de Almeida

    Full Text Available Resumo Satisfação no Trabalho pode ser entendida como o vínculo afetivo do indivíduo com seu ambiente laboral. A profissão de policial militar é considerada de alto risco, pois ele lida constantemente com a violência, a brutalidade e a morte. Frente a este contexto, esse estudo foi desenvolvido visando identificar o grau de Satisfação no Trabalho dos policiais militares do Rio Grande do Sul. Realizou-se uma pesquisa descritiva, do tipo survey, com abordagem quantitativa. Os participantes do estudo totalizaram 519 policiais militares pertencentes a quartéis de cidades localizadas no estado do Rio Grande do Sul. A Escala de Satisfação no Trabalho (EST foi utilizada como instrumento de pesquisa. No geral, identificou-se que os policiais tendem a sinalizar insatisfação em relação ao trabalho. Dentre as dimensões que compõe a EST, tendem a sinalizar insatisfação em relação ao salário (média: 2,79 e com as promoções (média: 3,03; indiferença (nem satisfeitos e nem insatisfeitos em relação à chefia (média: 4,42 e à natureza do trabalho (média: 4,37; e, por fim, sinalizam tendência à satisfação em relação aos colegas (média: 5,00. Espera-se com essas evidências contribuir para as futuras decisões organizacionais que impliquem na saúde dos policiais militares e consequente qualidade de vida, da equipe e seus familiares.

  20. Carga de trabalho de enfermagem em transplante de células-tronco hematopoiéticas: estudo de coorte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Bastoni da Silva

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Mensurar a carga de trabalho de enfermagem requerida por pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoiéticas (TCTH, autólogo e alogênico e analisar as atividades do Nursing Activities Score (NAS executadas pela equipe de enfermagem durante a internação para o TCTH. Método Coorte prospectiva realizada de janeiro/2013 a abril/2014 com 62 pacientes internados na unidade de TCTH de um hospital universitário de Campinas/SP, Brasil. Mediu-se a carga de trabalho por meio do NAS e analisaram-se os dados utilizando os testes Qui-quadrado ou Exato de Fisher, Mann-Whitney e o coeficiente de correlação de Spearman; considerou-se nível de significância de 5%. Resultados A média da carga de trabalho de enfermagem foi de 67,3% (DP 8,2 em pacientes de TCTH autólogo e de 72,4% (DP 13,0 no TCTH alogênico (p=0,1380. O item Monitorização e controles apontou, em mais de 50% das observações, que os pacientes demandaram intensificação deste cuidado, exigindo duas horas ou mais em algum turno de trabalho por motivos de segurança, gravidade ou terapia. Conclusão A carga de trabalho de enfermagem e os itens do NAS mais pontuados refletem a magnitude, complexidade e especificidade dos cuidados demandados pelos pacientes submetidos ao TCTH.

  1. Pessoal ocupado e jornada de trabalho: uma releitura da evolução da produtividade no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando de Holanda Barbosa Filho

    2014-06-01

    Full Text Available Esse artigo recalcula a evolução da produtividade do trabalho e da produtividade total dos Fatores (PTF no Brasil entre os anos de 1982 e 2012 usando uma série de horas trabalhadas em vez da série de pessoal ocupado. Para tanto, utilizamos dados da PNAD e da PME para construir uma série mensal de horas trabalhadas que compatibilizasse as mudanças metodológicas da PNAD e da PME. A comparação da série de horas trabalhadas com a de pessoal ocupado revela a redução da jornada de trabalho no Brasil, fenômeno consistente em todo o período de análise e que impacta a produtividade. Com isso, a utilização de uma série de horas trabalhadas possibilita uma releitura da evolução da produtividade nas últimas três décadas no Brasil. Em particular, mostramos que a perda da produtividade do trabalho (-0,6% a.a ocorrida entre os anos de 1982 e 1992 é explicada pela redução da jornada de trabalho média (-0,7% da economia brasileira. Os resultados indicam que, no período 1982-2012, tanto a produtividade do trabalho (35,8% quanto a PTF (16,3% apresentaram uma elevação superior à sugerida por boa parte da literatura sobre o tema baseada em séries de pessoal ocupado.

  2. Trabalho, sociabilidade e individuação Work, sociability and invidualization

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Lessa

    2006-09-01

    Full Text Available O ensaio argumenta que o fato de vivermos em uma sociedade que se reproduz enquanto uma 'imensa coleção de mercadorias' faz com que a mercadoria seja a relação social predominante entre os indivíduos. Como, entre as características decisivas da mercadoria, está o desprezo da utilidade dos produtos do trabalho na mesma propoprção do predomínio do lucro (o predomínio do valor de troca sobre o valor de uso, uma sociedade mercantil é aquela na qual a produção tem por objetivo não as necessidades humanas, mas o lucro. Com a crise estrutural do capital que se instaura a partir dos anos 70 (Mészáros, a manutenção de uma sociedade que se reproduz pela mediação da reprodução da mercadoria impõe aos seres humanos uma vida crescentemente alienada. Alienada em dois sentidos: as necessidades humanas comparecem de modo cada vez mais débil na produção social e, por outro lado, a produção perdulária e destrutiva torna-se a expressão predominante da desumanidade do capital. É neste conjunto de fatores que se baseiam as determinações fundamentais que articulam, hoje, o trabalho, a totalidade social (a sociabilidade e a reprodução dos indivíduos (a individuação.The essay argues that the fact of us living in a society that reproduces while a 'huge collection of merchandize' forces the merchandize to be predominant social relation between individuals. Since, among the decisive characteristics of the merchandize, we have the contempt for the usefulness of the products of labor (the supremacy of the Exchange value over the vale of use, a Merchant society is that in which the production has as its purpose not the human needs, but profit. With the structural crisis of capital which is installed from the 1970's, (Mészáros, the maintenance of a society which reproduces by the mediation of reproduction of merchandize imposes to the human beings a life increasingly alienated. Alienated in two senses: the human needs present

  3. Trabalho feminino e saúde na terceira idade Women's work and health among Brazilian elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Giatti

    2002-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é estimar e caracterizar a participação de idosas no mercado de trabalho e investigar diferenciais de saúde, segundo sua inserção nesse mercado, após considerar a influência de fatores sociodemográficos. O estudo incluiu 4.607 com 65 anos e mais, residentes em dez regiões metropolitanas brasileiras e participantes da PNAD/98. Foram definidas as categorias: trabalhando, aposentada e outra. A análise incluiu o qui-quadrado e o odds ratio estimado através de regressão logística multinomial. Quase 10% das mulheres trabalhavam, 42% eram aposentadas e 48% não trabalhavam nem eram aposentadas. As idosas ocupadas eram mais jovens, tinham maior renda, e de 4 a 7 anos de escolaridade. O fato de estar trabalhando esteve associado à melhor percepção da própria saúde, menor relato de doenças crônicas, plano privado de saúde, menor relato de consulta e internação hospitalar, melhores indicadores de autonomia e mobilidade física e maior freqüência de consulta odontológica. A permanência das idosas na vida ativa é inferior à dos homens brasileiros no mesmo período. Os diferenciais de saúde relacionados ao trabalho são mais acentuados entre as mulheres. É fundamental determinar se os diferenciais de saúde observados entre idosas, também são encontrados nas mulheres em idade ativa.The objective of this study is to estimate and describe the participation of aged women in the labour market, and to investigate health differentials according to their working position, after considering the influence of social and demographic factors. This study comprises 4.607 females aged 65 or more, residents in 10 Brazilian metropolitan regions and participants of PNAD conducted in 1998. The following working categories have been defined: working, retired and other. The analysis was based on qui-square tests and odds ratios were obtained by multinomial logistic regression. Almost 10% of the aged women worked, 42% were

  4. A escrita nas formas do trabalho docente Writing in the practices of teaching

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandoval Nonato Gomes-Santos

    2010-08-01

    Full Text Available A produção escolar da escrita é objeto de investigação de grande prestígio em vários dos domínios do campo da linguagem e da educação. Considerada sob perspectivas teóricas e tradições disciplinares diversas, grande parte da reflexão acadêmica sobre a escrita, no Brasil, ocupou-se dos processos de aprendizagem da escrita por alunos de faixas etárias, graus de letramento e níveis de escolarização diversos, em contextos socioculturais e institucionais particulares. Em direção distinta, embora complementar a essa reflexão, este estudo tem seu foco voltado para os modos com que a escrita se constitui no trabalho docente, por meio do qual se transforma em objeto ensinado (Dolz; Ronveaux; Schneuwly, 2007. Para tanto, toma como corpus episódios de ensino da escrita, gravados em áudio e vídeo, gerados em contextos institucionais e socioculturais diferentes, avaliando o modo com que se configura a relação entre os objetos de ensino, os gestos profissionais e os instrumentos didáticos no ensino da escrita (Aeby Daghé; Dolz, 2007; Gomes-Santos; Almeida, 2009; Schneuwly, 2000; 2001. Do ponto de vista teórico e metodológico, as questões do estudo são iluminadas pela contribuição tanto de pesquisas que se voltam para a descrição dos modos de organização e funcionamento da linguagem nas interações escolares como daquelas que tomam a dimensão especificamente didática dessas interações como foco de interesse. A investigação da escrita nas formas do trabalho docente tem permitido incrementar a reflexão sobre os dispositivos didáticos necessários à construção de modos protagonistas de acesso a bens simbólicos no seio das práticas de ensino/aprendizagem.The production of writing at school is a highly respected object of study for several of the domains in the field of language and education. Pursued under different theoretical perspectives and disciplinary traditions, most of the academic reflection on the

  5. Relações de trabalho no mundo corporativo: possível antecedente do empreendedorismo?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Tisser Beyda

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo compreender a transição de profissionais qualificados que abriram mão de carreiras corporativas para empreender seus próprios negócios, mantendo-se em suas áreas profissionais. As pesquisadoras buscaram identificar nas narrativas dos entrevistados dilemas, motivações, satisfações e indícios que pudessem demonstrar de que forma suas experiências corporativas impulsionaram e/ou influenciaram as suas experiências empreendedoras.Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório (DENZIN e LINCOLN, 1994. Oito casos foram analisados à luz da literatura de relações de trabalho, que reconhece a erosão nas relações de longo-prazo entre empregado e empregador (CAPELLI, 1999 e os decorrentes encargos impostos sobre os profissionais (HARVEY, 1992. Os resultados deste estudo reforçam fatores motivadores do empreendedorismo já antecipados pela literatura, como a busca por flexibilidade, autonomia e melhor qualidade de vida. Além disso, revelam antecedentes não considerados pelos modelos explicativos do empreendedorismo, como a busca por uma prática profissional capaz de refletir valores e crenças pessoais não encontrados no mundo corporativo. Este estudo ilustra como, no Brasil, o empreendedorismo está emergindo como uma resposta dos indivíduos às insatisfações, dilemas e questionamentos enfrentados em suas respectivas trajetórias profissionais.

  6. O trabalho social da publicidade: um estudo na Revista do Globo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Castro

    2008-09-01

    Full Text Available Este trabalho analisa os anúncios sobre produtos que tinham como enfoque a saúde, discutindo as relações possíveis entre as matérias jornalísticas e o discurso publicitário na formação do imaginário e na práxis cotidiana. A análise aborda as pioneiras iniciativas da publicidade riograndense, em escala de massa, ao anunciar medicamentos para a cura de doenças graves, desempenhando importante papel no campo social. Publicidade e saúde são temas que nunca saem de moda e, quando transformados em um só, permitem repensar os fatores que influenciaram a qualidade de vida do homem moderno. Palavras-chave: Saúde pública; publicidade; jornalismo; imaginário popular; Revista do Globo. ABSTRACT This paper analyzes the commercials of products that focused on health, discussing the possible relationships between journalistic articles and advertising discourse, in the formation of the imaginary and in everyday practice. This analysis covers the pioneer initiatives of publicity in the state of Rio Grande do Sul, in mass scale, in advertising medicines for the cure of serious diseases, playing important part in the social field. Publicity and health are themes that will never become outdated and, when merged into one, they allow us to rethink the factors that have influenced today’s quality of life. Keywords: Public health; publicity; journalism; popular imaginary; Revista do Globo.

  7. Psicologia Organizacional e do Trabalho: Relato de Experiência em Estágio Supervisionado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscilla de Oliveira Martins-Silva

    Full Text Available Resumo Trata-se de relato de experiência em estágio supervisionado em Psicologia Organizacional e do Trabalho (POT envolvendo um grupo de alunos de uma Instituição de Educação Superior (IES localizada no Estado do Espírito Santo. O objetivo central foi discutir os aspectos teóricos e práticos que influenciaram na formação profissional do discente em Psicologia, tendo como foco o estágio supervisionado. Além de relatar a experiência, foi realizado um levantamento junto aos ex-alunos sobre as contribuições do estágio na sua formação educacional e profissional. Da experiência relatada foi possível verificar que: a instituição das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN constituiu-se em um marco na flexibilização curricular dos cursos; o estágio é um componente curricular de integração entre ensino, pesquisa e prática; e o estágio em POT requer dos discentes conhecimentos multidisciplinares. Além desses aspectos, observou-se que a prática do estágio supervisionado indica o rompimento com a imagem negativa do psicólogo que atua em POT, limitada à aplicação de testes e psicotécnicas. De fato, a atividade do psicólogo em POT mostrou-se muito mais ampla e complexa, sobretudo em termos dos impactos de sua intervenção no ambiente organizacional.

  8. Diagnóstico da capacitação organizacional para o trabalho em equipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia de Sá Freire

    2013-11-01

    Full Text Available A pesquisa visou diagnosticar o estágio de capacitação para aprendizagem de uma empresa brasileira do setor de comunicação. Para tanto, o estudo buscou apoio nas teorias de autores clássicos e contemporâneos, como Vygotsky (2005 e a construção social da aprendizagem e, Nonaka e Takeuchi (1997 e a construção do conhecimento. Definiram-se variáveis de análise a partir das técnicas para a “empresa que aprende” de Senge (2006. Realizou-se pesquisa descritiva predominantemente qualitativa mediante entrevista e análise documental, e quantitativa, utilizando-se questionários com os funcionários para obtenção de dados primários. Concluiu-se que o grupo tem construído valor na disciplina Domínio Pessoal ao incentivar e apoiar os estudos e o crescimento individual; contudo, para se capacitar ao enfrentamento da globalização, precisa-se dar mais atenção à comunicação interna e aos trabalhos colaborativos. Com isso, constrói-se coerência entre as estratégias e as ações, o que, por sua vez, também contribuirá para eliminar os bloqueios existentes no grupo para desenvolver as outras disciplinas essenciais. Este estudo, além do diagnóstico da capacitação organizacional para a aprendizagem, destaca uma contribuição metodológica com seu questionário e o gráfico Radar, que facilita o entendimento do diagnóstico e a discussão de soluções para dificuldades diagnosticadas.  

  9. Arteterapia: a arte como instrumento no trabalho do Psicólogo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Casanova dos Reis

    Full Text Available A arteterapia é um método baseado no uso de várias formas de expressão artística com uma finalidade terapêutica. O presente artigo aborda a arteterapia tendo como objetivo refletir sobre a arte como instrumento de trabalho no campo específico da Psicologia. Apoiando-se na revisão de literatura sobre a temática, o artigo parte de um olhar histórico, examinando o contexto em que a arteterapia surge e seu desenvolvimento no Brasil. A seguir, são analisados os pressupostos fundamentais que norteiam o psicólogo nessa prática, assim como os aspectos conceituais e metodológicos próprios a cada uma das abordagens principais em arteterapia: psicanalítica, junguiana e gestáltica. A reflexão desenvolvida mostra que, apesar das diferentes molduras teóricas, a arteterapia é perpassada por uma concepção estética do humano, visto como um ser criativo, capaz de se transformar em artista da própria vida. Conclui-se, então, que a arte pode ser uma ferramenta valiosa para a atuação do psicólogo nos mais diferentes contextos, vinculada ao seu compromisso ético de contribuir para que o sujeito se (reconstitua como autor da própria história.

  10. Diagnóstico da capacitação organizacional para o trabalho em equipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia de Sá Freire

    2013-07-01

    Full Text Available A pesquisa visou diagnosticar o estágio de capacitação para aprendizagem de uma empresa brasileira do setor de comunicação. Para tanto, o estudo buscou apoio nas teorias de autores clássicos e contemporâneos, como Vygotsky (2005 e a construção social da aprendizagem e, Nonaka e Takeuchi (1997 e a construção do conhecimento. Definiram-se variáveis de análise a partir das técnicas para a “empresa que aprende” de Senge (2006. Realizou-se pesquisa descritiva predominantemente qualitativa mediante entrevista e análise documental, e quantitativa, utilizando-se questionários com os funcionários para obtenção de dados primários. Concluiu-se que o grupo tem construído valor na disciplina Domínio Pessoal ao incentivar e apoiar os estudos e o crescimento individual; contudo, para se capacitar ao enfrentamento da globalização, precisa-se dar mais atenção à comunicação interna e aos trabalhos colaborativos. Com isso, constrói-se coerência entre as estratégias e as ações, o que, por sua vez, também contribuirá para eliminar os bloqueios existentes no grupo para desenvolver as outras disciplinas essenciais. Este estudo, além do diagnóstico da capacitação organizacional para a aprendizagem, destaca uma contribuição metodológica com seu questionário e o gráfico Radar, que facilita o entendimento do diagnóstico e a discussão de soluções para dificuldades diagnosticadas.

  11. Segurança do trabalho no beneficiamento do RCC inerte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Paz Medeiros Fernandes

    Full Text Available Grande quantidade de resíduos da construção civil (RCCs é gerada nas atividades de construção. O desafio é reduzir esse volume na geração. Para induzir essa mudança na gestão desses resíduos, o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama publicou as Resoluções nº 307/2002, 348/2004, 431/2011 e 448/2012. Entretanto, aspectos relativos à Segurança e Saúde do Trabalho (SST na manipulação e processamento dos RCCs ainda são olvidados. Com o objetivo de contribuir para enfatizar essa questão e ajudar a superar essa lacuna, esta pesquisa utilizou como método de investigação o estudo de caso através do uso de casos múltiplos, tendo como unidades de análise as três áreas de reciclagem (ARs de Belo Horizonte, municipalidade que apresenta um dos melhores registros na gestão dos RCCs no Brasil. O levantamento de dados foi realizado de 2009 até 2014 através de documentação indireta, com coleta direta de dados em 2011. Após a análise das evidências coletadas, observa-se que elas corroboraram a proposição teórica inicial, de que as ARs estão sujeitas a condições de SST que necessitam ser estudadas, aprimoradas e mais bem controladas. Assim, os resultados podem orientar as propostas de melhorias no gerenciamento dos RCCs em outros municípios, principalmente no que se refere à SST.

  12. As interações entre os atores no retorno ao trabalho após afastamento por transtorno mental: uma metaetnografia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robson da Fonseca Neves

    2015-11-01

    Full Text Available Resumo Transtornos mentais repercutem no mundo do trabalho. Estudos sobre interações entre os atores envolvidos no retorno ao trabalho são raros. A metaetnografia presta-se a sintetizar estudos qualitativos através da interpretação e comparação contínua dos conceitos presentes nos artigos. Este estudo propõe uma metaetnografia sobre as interações entre os atores sociais envolvidos no processo de retorno ao trabalho após afastamento por transtornos mentais. Visa: (1 explorar as interações entre os atores sociais envolvidos no retorno ao trabalho; (2 identificar facilitadores ou obstáculos para o retorno ao trabalho. A busca nas bases de dados produziu 619 artigos dos quais 16 atenderam aos critérios de inclusão. A análise dos artigos revelou seis conceitos de segunda ordem que resultaram em duas sínteses. A primeira diz respeito ao ethos do desempenho no retorno ao trabalho e a segunda aponta para o retorno ao trabalho como catalizador de novos modos de vida. Modelos que privilegiam o ethos do desempenho do trabalhador, bem como uma perspectiva orientada por aspectos psicossociais podem facilitar as praticas de retorno ao trabalho após afastamento por transtornos mentais.

  13. Cochilos durante o trabalho noturno, necessidade de recuperação após o trabalho e percepção da fadiga entre profissionais de enfermagem

    OpenAIRE

    Aline Silva da Costa

    2010-01-01

    Introdução: A privação do sono noturno decorrente da atuação dos profissionais de enfermagem em plantões noturnos pode levar a queixas de fadiga e a dificuldade de recuperação após trabalho. No entanto, a permissão para dormir durante a jornada noturna, tem sido comum entre as equipes de enfermagem. Objetivo: Verificar se a ocorrência dos cochilos no trabalho, bem como a sua duração, eficiência, latência, alocação e qualidade subjetiva, estão associadas à necessidade de recuperação após o tra...

  14. Acidentes de trabalho em indústria gráfica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João de Barros Barreto

    1947-03-01

    Full Text Available Os autores analisam, dentro do campo da higiene industrial, as condições sanitárias de um grande estabelecimento de artes gráficas no Rio de Janeiro — a Imprensa Nacional, o regime de trabalho aí instituído; e revistam, um a um, os processos industriais executados, especialmente atenção às causas potenciais de acidentes, que aí existem, e também àquelas cuja responsabilidade já se positivou. Ressaltam, no ponto de vista doutrinário, os diversos fatores que podem interferir na ocorrência dêsses infortúnios de trabalho; e, mostrando como tem sido superestimada a culpabilidade das máquinas, realçam a importância dos fatores individuais — idade e experiência do operário, doenças e defeitos físicos, atitude mental, constituição fisio-psicologica. Salientam como a evidência da predisposição a acidentes, que se reconheça existir, possibilita manter os operários, já em função ou pretendentes a emprego, debaixo de supervisão rigorosa; e oportuniza mesmo colocá-los melhormente, em tarefas que, no máximo, só lhes possam acarretar aciden¬tes de natureza leve. Mostram que, no período em estudo — 1942 a 1945, houve ao todo 1.123 acidentes na I.N., com o coeficiente geral de incidência de 220.3 por 1.000 operários expostos. O coeficiente de acidentes médios ou graves foi de 32 por mil, no mesmo período. Apontando ainda a descenção, no quatriênio, das curvas relativas tanto aos acidentes totais, como aos médios ou graves e aos produzidos por máquinas, dão a ver que a taxa, que retrata essa descida, é, para os primeiros, 3.5 e cêrca de 10 vêzes maior, respectivamente, que a dos acidentes por máquinas e dos médios ou graves. Mostra-se significativa a diferença, entre a tendência observada nas curvas dos acidentes em geral e dos médios ou graves; já isso, porém, não acontece, quanto à diferença entre a primeira e a dos acidentes produzidos por máquinas. De fato, sendo os valores de t respec

  15. Jornada de horas reduzidas e equilíbrio trabalho e família no setor bancário.

    OpenAIRE

    Graciela Sanjutá Soares Faria

    2005-01-01

    Com as mudanças na organização do trabalho frente à emergência do sistema de produção flexível, especialmente a partir da década de 80, vêm se expandindo novos arranjos de trabalho, como por exemplo o trabalho de horas reduzidas, em que o número de horas trabalhadas por semana é menor que o padrão. Ao mesmo tempo, a participação feminina no mercado de trabalho se intensifica, sobretudo a partir da década de 70; por conseguinte, os conflitos entre trabalho e família tornam-se cada vez mais ...

  16. Acidentes de trabalho autorreferidos pela população adulta brasileira, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deborah Carvalho Malta

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é descrever o perfil da ocorrência dos acidentes de trabalho na população adulta brasileira. Estudo descritivo com dados sobre acidentes de trabalho coletados em 2013 pela Pesquisa Nacional de Saúde. Os acidentes de trabalho ocorreram em 3,4% (IC95% 4,6-5,6 da população adulta brasileira, ou 4,9 milhões de acidentes foram referidos, sendo mais frequentes entre os homens, jovens, de 18 a 39 anos, de cor preta, na região Norte do país. O Pará foi o Estado de maior ocorrência, e o Rio de Janeiro, o menor. Cerca de um terço dos acidentes foram devidos a deslocamento para o trabalho (acidentes de trajeto. Dentre os acidentados pelo trabalho, 50,4% (IC95% 45,3-55,5 deixaram de realizar suas atividades habituais, 8,8% (IC95% 6,4-11,2 foram internados e 19% (IC95% 15,3-22,7 relataram sequelas decorrentes dos acidentes do trabalho. As ocorrências de acidente de trabalhos relatadas na Pesquisa Nacional de Saúde constituem uma fonte inédita no país, possibilitando informação inestimável sobre o cenário do trabalho no Brasil. A Pesquisa Nacional de Saúde identificou que os acidentes de trabalho são subnotificados, já que as informações oficiais cobrem apenas os trabalhadores com vínculo formal de trabalho.

  17. Análise da situação de trabalho de motoristas em uma empresa de ônibus urbano da cidade de Natal/RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ladijane Sarmento da Silveira

    2014-03-01

    Full Text Available A presente pesquisa está relacionada à análise da situação de trabalho do motorista de ônibus, e teve origem na necessidade de identificar as suas dificuldades em cumprir as tarefas para alcançar os resultados determinados por uma empresa de transporte coletivo urbano da cidade de Natal. Foram entrevistados 50 motoristas sobre nove fatores relacionados ao seu trabalho. Os resultados mostraram que os fatores trânsito, tempo de viagem, condições da via, manutenção do veículo, ambiente físico (terminal de linha, posto de trabalho e supervisão exercida constituem constrangimentos para a atividade do motorista, diferenciando o trabalho prescrito do trabalho real. Por outro lado, fatores como gostar de dirigir, o trabalho em si e os colegas de trabalho influenciam positivamente na situação de trabalho do motorista. Nas proposições dos subsistemas de administração de recursos humanos, foram encontradas como alternativas para o redimensionamento dessa atividade a possibilidade de alterações nas políticas de recrutamento e de seleção de pessoal, implementação de um sistema de avaliação de desempenho, melhorias no ambiente de trabalho, esclarecimentos sobre política salarial, exercício da supervisão do qual participem os motoristas e a redução de estressores no ambiente de trabalho.

  18. O mercado de trabalho antes de 1930: emprego e "desemprego" na cidade de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre de Freitas Barbosa

    2008-03-01

    Full Text Available O texto procura caracterizar o mercado de trabalho paulistano durante o período pré-1930, destacando os grupos sociais que contribuíram para a sua formação, bem como as suas características peculiares em termos de inserção ocupacional. A situação observada é de extrema instabilidade e flexibilidade no uso da mão-de-obra, associada a um excedente estrutural de força de trabalho congênito.This article seeks to depict the city of São Paulo’s labour market in the period before the 1930s, sheding light on the social groups that shaped its formation and stressing its main characteristics in terms of occupational structure. It describes a situation of extreme labour instability and flexibility, which are somewhat linked to a structural and congenital excess of labour force.

  19. COMO FAZER UM BOM TRABALHO EM EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO APESAR DAS LIMITAÇÕES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andressa Vieira

    2011-10-01

    Full Text Available Nem sempre é possível seguir as boas práticas e metodologias no dia-a-dia do mercado de trabalho. Neste artigo, designers de experiência do usuário contam como driblam as limitações (de tempo, tecnologia e pessoal para conseguir elaborar as melhores interfaces possíveis. Como os autores do artigo trabalham em uma empresa de infraestrutura de internet, usam casos reais do cotidiano de trabalho para ilustrar problemas e soluções. Assim, são apresentados exemplos de interfaces de contratação de domínio e hospedagem, plataforma de loja virtual, ferramenta de help desk e website, enquanto casos reais para exemplificar as metodologias adotadas pela equipe.

  20. Prazer, sofrimento e saúde mental no trabalho de teleatendimento [doi: 10.5329/RECADM.20090802003

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Faria Morrone

    2009-11-01

    Full Text Available Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 RESUMO O presente artigo apresenta estudo de caráter descritivo e explicativo, realizado com o objetivo de investigar a saúde de teleatendentes, sob o arcabouço teórico da psicodinâmica do trabalho. São investigados riscos de adoecimento, vivência de prazer e de sofrimento no trabalho. O estudo foi realizado em uma central de atendimento de telefonia, conduzido por meio da abordagem metodológica quantitativa e qualitativa. Na etapa quantitativa, participaram 396 teleatendentes; foram utilizadas a Escala de Prazer-Sofrimento no Trabalho - EPST e a Escala de Sintomas Relacionados ao Trabalho - ESRT. Na etapa qualitativa, foram realizadas duas entrevistas coletivas semi-estruturada com nove teleatendentes. Os resultados indicam vivências moderadas de prazer-sofrimento e correlação entre sofrimento e sintomas físicos e psicológicos. As entrevistas coletivas revelaram cinco categorias síntese - "O atendimento é sempre a mesma coisa, a gente vai enfadando"; "A empresa não tem a preocupação de fidelizar os funcionário"; "O que é imprevisível é o temperamento do cliente"; "O que motiva a gente é encontrar os colegas de trabalho"; Depois que eu entrei aqui, é direto dor de cabeça". Constata-se que os teleatendentes vivenciam prazer e sofrimento, que a rigidez da organização do trabalho, as precárias condições de trabalho e a ambivalência da relação com o cliente favorecem sofrimento e riscos de adoecimento. O sofrimento é enfrentado por meio do uso de estratégias defensivas e de compensação. Os dados evidenciam que este trabalho pode resultar em mais prejuízos físicos e psicológicos do que sociais.   Palavras-Chave: Prazer-sofrimento, saúde, riscos de adoecimento, estratégias de mediação, teleatendimento.     ABSTRACT This study, a descriptive and explanatory one, investigates the health of telesales at work, by the supported of the

  1. Aspectos Teóricos, Conceituais e Jurídicos do Assédio Moral no Trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zilfran Ferreira de Araújo

    2015-06-01

    Full Text Available Este estudo tem por objetivo central compreender e analisar as interpretações doutrinárias e jurisprudenciais acerca do assédio moral no trabalho e as consequências que resultam desse comportamento, bem como acerca dos direitos da personalidade e do dano moral. Quanto à metodologia aplicada, esta obra tem natureza qualitativa, do tipo descritiva, com caráter bibliográfico e documental, sem inserção em campo. Como resultado, temos um diagnóstico da realidade do assédio moral nas relações de trabalho, trazendo consigo conceitos claros e relevantes quanto aos tipos de assédio existentes e a maneira de prevenção.

  2. Assédio moral no trabalho em universidade sob a perspectiva dos observadores da violência.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Soares Nunes

    2014-09-01

    Full Text Available O assédio moral no trabalho é uma violência que pode acarretar em danos à integridadefísica e psíquica da vítima, sua vida pessoal e o desempenho no trabalho. Além da vítima,observadores da violência, podem sofrer as consequências na medida em que visualizamas agressões. Portanto, verifica-se a relevância científica de identificar a ocorrência deassédio e seus desdobramentos sob a percepção de observadores da violência. A pesquisafoi classificada como descritiva, quali-quanti e estudo de caso. Evidenciou-se que 52,2% dospesquisados têm conhecimento de casos de assédio no setor e/ou na instituição em queestão vinculados.

  3. Vocabulário e memória de trabalho predizem desempenho em leitura de crianças

    OpenAIRE

    Piccolo, Luciane da Rosa; Salles, Jerusa Fumagalli

    2013-01-01

    Resumo: Este trabalho investiga a relação entre leitura (palavras e texto), memória de trabalho, quociente de inteligência (QI) e vocabulário em crianças (2ª-5ª séries) de escolas públicas. Analisou-se também qual dessas habilidades melhor contribui para explicar o desempenho em leitura. Realizaram-se análises com e sem crianças com QI abaixo da média. Primeiro, avaliaram-se 57 crianças (9-11 anos) em QI, vocabulário, leitura de palavras isoladas, compreensão de leitura textual e quatro taref...

  4. A jovem mãe e o mercado de trabalho The young mother and the labor market

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina Ogido

    2012-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O Centro de Orientação ao Adolescente de Campinas mantém um programa para capacitar adolescentes de 15 a 18 anos, desfavorecidos economicamente, estudantes, para a entrada no mercado de trabalho. OBJETIVO: Compreender projetos de vida de adolescentes, que se tornaram mães, enquanto participavam do programa, no período de 2003 a 2008, buscando desvelar o lugar da vida profissional na trajetória de vida, antes e depois da maternidade. MÉTODO: Oito jovens mães foram entrevistadas, sendo aplicada metodologia qualitativa para a análise das entrevistas. RESULTADOS: As trajetórias de estudo e trabalho foram descontinuadas, ou sofreram adaptações, com a maternidade. Quatro jovens finalizaram o segundo grau e nenhuma havia ingressado na faculdade. Três não voltaram a trabalhar e as demais tiveram experiências diversificadas de trabalho. As dificuldades relatadas para a inserção no mercado de trabalho foram: insuficiência de instrumentos de apoio no cuidado das crianças, baixo ganho salarial, falta de experiência de trabalho, filhos pequenos e pouca formação educacional. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A maternidade na adolescência não indicou a exclusão dos projetos de formação educacional ou de trabalho, mas adaptações e necessidade de uma rede de apoio familiar e social. Constatou-se a necessidade de políticas públicas para a inserção do jovem no mercado de trabalho e para serviços de apoio, como creches. Demonstra-se a necessidade de uma mudança nas relações de gênero, com maior igualdade de direitos, como pré-condição à inserção da mulher no mercado de trabalho, em especial, daquelas que são mães.INTRODUCTION: The Centro de Orientação ao Adolescente of Campinas (Southeastern Brazil maintains a program to qualify economically disadvantaged adolescent students aged 15 to 18 years to enter the labor market. OBJECTIVE: To understand life projects of teenagers who became mothers while participating in

  5. O trabalho de Claudia Andujar a partir de uma história da fotografia engendrada por meandros discursivos institucionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Soares

    Full Text Available resumo Este texto resgata a produção fotográfica de Claudia Andujar do final dos anos de 1950 e início de 1960 - ainda anterior ao trabalho que viria a desenvolver com os Yanomami - para uma análise que leve em consideração a dimensão do assunto escolhido; o resultado visual de sua representação e a forma de circulação do trabalho. Ao enfatizar esses aspectos, o objetivo é entender de que modo a estética desenvolvida pela artista em questão é contaminada e assim constituída por critérios discursivos alinhados a uma história da fotografia forjada por mecanismos institucionais.

  6. As transformações do mundo do trabalho e a lógica destrutiva da era neoliberal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Victor Marques da Silva

    2016-10-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo analisar as transformações do mundo do trabalho advindas da acumulação flexível do capital, com a finalidade de apontar como, na atual conjuntura, o avanço incessante da precarização e da flexibilização impõe-se como consequência da lógica destrutiva da era neoliberal no Brasil. Assim, argumenta-se, com base na literatura recente, a existência de um processo de precarização social do trabalho no país, por meio da articulação do neoliberalismo, da financeirização da economia e da reestruturação produtiva.

  7. Os efeitos da redução da jornada de trabalho de 48 para 44 horas semanais em 1988

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo M. Gonzaga

    2003-06-01

    Full Text Available A redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais tem sido freqüentemente proposta pelas centrais sindicais como solução para a escassa geração de empregos no país. A idéia, conhecida como partilha do trabalho (work-sharing, é que a redução de jornada permitiria que o mesmo trabalho fosse repartido por mais trabalhadores. No entanto, a maior parte dos artigos contesta a base teórica e a observação empírica de ocorrência de partilha do trabalho. O objetivo deste artigo é estudar os efeitos da redução de jornada prescrita pela Constituição de 1988, de 48 para 44 horas por semana, sobre o mercado de trabalho no Brasil. Os resultados do exercício empírico mostram que as alterações da Constituição, referentes à jornada de trabalho, provocaram uma queda da jornada efetiva de trabalho, não aumentaram a probabilidade de o trabalhador afetado pela mudança ficar desempregado em 1989 (quando comparada a outros anos, diminuíram a probabilidade de o trabalhador afetado de ficar sem emprego em 1989 (o que inclui os que saíram da força de trabalho e implicaram um aumento do salário real horário (apesar de menor do que o observado para trabalhadores que reduziram a jornada em outros anos. Esses resultados indicam que, no curto prazo (nos 12 meses seguintes à mudança constitucional, a redução de jornada não teve efeitos negativos sobre o emprego.The reduction of standard weekly working time from the current level of 44 hours to 40 hours has recently been proposed by the main central unions as a way to create jobs and reduce unemployment in Brazil. The idea, known as work-sharing, is that the reduction in average hours per worker would allow the same tasks to be performed by more employees, a notion which has been challenged in the theoretical and empirical literature. The objective of this paper is to study the effects of the workweek reduction from 48 to 44 hours prescribed by the 1988 Constitution on the

  8. O PAPEL DA ALIENAÇÃO DO TRABALHO MARXIANA NA CONSTRUÇÃO DO CARÁTER SOCIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tainã Alcantara de Carvalho

    2014-02-01

    Full Text Available O presente artigo pretende realizar uma discussão acerca do modo de exploração do trabalho humano pelo capital enquanto fonte formadora do caráter individual e, com isto, social. Baseado no pensamento filosófico e econômico marxista, que inicia a crítica ao modo de produção capitalista calcada principalmente nas questões humanas, será demonstrado um rápido panorama da evolução dos modelos de produção a partir da Revolução Industrial até o moderno modelo de acumulação flexível, salientando nesta análise considerações a respeito da relação do ser humano com o trabalho, que permeia tanto as análises sociológicas quanto psicológicas. Partindo da ideia construída por Marx acerca da centralidade da atividade laboral ao ser humano, presente em sua teoria do materialismo histórico, o autor relata em suas obras as consequências que a alienação do trabalho, ao modo de sua época, geram à formação do indivíduo e à percepção deste sobre o mundo ao seu redor. Com base nesta ideia, pretende-se demonstrar neste artigo a continuação do papel da alienação do trabalho à constituição do ser humano no século XX, principalmente no que tange às considerações acerca dos novos valores e comportamentos adotados na modernidade.

  9. Reestruturação produtiva e acidentes de trabalho no Brasil: estrutura e tendências

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wünsch Filho Victor

    1999-01-01

    Full Text Available A incidência de acidentes de trabalho no Brasil apresenta tendência decrescente nas duas últimas décadas. A mortalidade também é decrescente, porém de forma menos acentuada. O subregistro tem sido o principal argumento para explanar tal fato. O estudo das séries temporais com base em dados secundários de 1970 a 1995 revela que a incidência de acidentes de trabalho é sensível às flutuações cíclicas da economia e vincula-se, em particular, ao nível de atividade industrial. Detectou-se uma correlação linear positiva (r = 0,80 entre a proporção de pessoas ocupadas na produção industrial e a incidência de acidentes em 14 estados brasileiros. A recessão econômica durante a década de 80 gerou desemprego. A queda da oferta de empregos formais no setor industrial ­ com maiores riscos de acidentes, foi acentuada pelo processo de reestruturação produtiva e a incorporação crescente da informática e da robótica em diferentes processos industriais. Como conseqüência houve o deslocamento de um maior volume de força de trabalho para o setor terciário ­ com menor risco de acidentes. Estes fatos foram determinantes na tendência dos acidentes de trabalho observada neste período de 25 anos.

  10. Reestruturação produtiva e acidentes de trabalho no Brasil: estrutura e tendências

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor Wünsch Filho

    Full Text Available A incidência de acidentes de trabalho no Brasil apresenta tendência decrescente nas duas últimas décadas. A mortalidade também é decrescente, porém de forma menos acentuada. O subregistro tem sido o principal argumento para explanar tal fato. O estudo das séries temporais com base em dados secundários de 1970 a 1995 revela que a incidência de acidentes de trabalho é sensível às flutuações cíclicas da economia e vincula-se, em particular, ao nível de atividade industrial. Detectou-se uma correlação linear positiva (r = 0,80 entre a proporção de pessoas ocupadas na produção industrial e a incidência de acidentes em 14 estados brasileiros. A recessão econômica durante a década de 80 gerou desemprego. A queda da oferta de empregos formais no setor industrial com maiores riscos de acidentes, foi acentuada pelo processo de reestruturação produtiva e a incorporação crescente da informática e da robótica em diferentes processos industriais. Como conseqüência houve o deslocamento de um maior volume de força de trabalho para o setor terciário com menor risco de acidentes. Estes fatos foram determinantes na tendência dos acidentes de trabalho observada neste período de 25 anos.

  11. INTRODUÇÃO E EXPANSÃO DA PSICODINÂMICA DO TRABALHO NO BRASIL: ENTREVISTA COM DEJOURS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    katia barbosa macedo

    2017-09-01

    Full Text Available O texto está submetido  como Entrevista, e apresenta a entrevista realizada  com Dejours durante um estágio pós- doutoral no Cnam, visando levantar o histórico da entrada e expansão da Psicodinâmica do trabalho no Brasil, e aina discute o método prescrito e sua adequação.

  12. O Psicólogo e a Inclusão de Pessoas com Deficiência no Trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário Lázaro Camargo

    Full Text Available Resumo Mediante pesquisa bibliográfica realizada nas principais bases de dados disponíveis atualmente, este ensaio discute a situação atual da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, destacando os obstáculos e desafios presentes na realidade brasileira. Discute ainda a atuação do Psicólogo Organizacional e do Trabalho (POT neste contexto, postulando sobre a importância de seu comprometimento com as transformações necessárias, tanto na sociedade quanto nas organizações de trabalho, para que tenhamos uma cultura verdadeiramente inclusiva. Embora essa temática venha sendo amplamente discutida, o presente estudo concluiu que ainda temos muito a avançar, considerando, sobretudo, as questões culturais que, somadas ao despreparo das organizações e dos gestores organizacionais para lidarem com os trabalhadores com deficiência, representam os maiores obstáculos à inclusão. Embora devamos reconhecer que no Brasil houve avanços, em especial após a promulgação, em 1991, da chamada Lei de Cotas, diversas pesquisas têm apontado para a dificuldade, por parte das organizações, em cumpri-la. Entendemos que o POT deva ser um profissional preparado técnica e eticamente para, juntamente com outros profissionais, promover ações na direção de um processo efetivo de inclusão dessa população nos contextos de trabalho, favorecendo não somente as pessoas envolvidas, como também, as próprias organizações.

  13. A Visão da Academia e do Mercado de Trabalho sobre o Ensino da Auditoria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jhonatan Hoff

    2017-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi identificar a percepção do ensino de auditoria sob o enfoque da academia e do mercado de trabalho, com base na avaliação da importância dada por profissionais e docentes aos principais aspectos conceituais e normativos da área de auditoria. Para alcançar o objetivo proposto, coletou-se a percepção dos docentes responsáveis pela disciplina de auditoria e dos auditores atuantes no mercado de trabalho por meio de um questionário estruturado na forma de uma escala Likert. A amostra da pesquisa compreendeu todas as universidades federais e estaduais que possuem e curso de Ciências Contábeis e todas as empresas de auditoria cadastradas no banco de dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM. As respostas obtidas foram tratadas por meio dos testes não paramétricos de Mann-Whitney e a Correlação de Spearman. Os resultados demonstram, que em, aproximadamente, 75% dos assuntos levantados neste trabalho, a academia tende a corresponder à expectativa que o mercado possui acerca da importância dada a tais conteúdos dentro da disciplina de auditoria. As principais diferenças encontradas dizem respeito a assuntos relacionados ao Assurance Service, Auditoria de Entidades sem Fins Lucrativos, Auditoria de Órgãos Governamentais, Controle de Qualidade e Auditoria de Sistemas de Informação, os quais não recebem a ênfase dentro da academia, de acordo com a perspectiva do mercado. Os resultados aqui apresentados podem ser utilizados para que os professores avaliem a disposição dos conteúdos abordados dentro da disciplina, considerando a relevância atribuída pelo mercado.

  14. A atenção à saúde mental relacionada ao trabalho no SUS: desafios e possibilidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Hespanhol Bernardo

    Full Text Available Este ensaio contextualiza a estruturação das áreas de saúde mental e saúde do trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS com o intuito de discutir as possibilidades de atuação intrassetorial com relação à saúde mental relacionada ao trabalho. Inicia mostrando a complexidade das áreas programáticas de Saúde Mental e de Saúde do Trabalhador e indica que os maiores desafios a serem superados no contexto atual são a integração entre elas e a superação de uma "cultura" ainda presente na sociedade, segundo a qual o trabalho, quase sempre, tem uma conotação positiva e o sofrimento/adoecimento psíquico é visto como um sinal de fraqueza pessoal. A partir do relato de experiências, também aborda as possibilidades e os desafios na atenção à saúde mental relacionada ao trabalho nos diferentes níveis de atenção do SUS. Focaliza, mais especificamente, as ações possíveis na rede básica, o potencial da integração entre serviços especializados de saúde mental e de saúde do trabalhador para o estabelecimento de nexo causal, a importância dos eventos sentinelas e a necessidade da notificação dos agravos à saúde mental relacionados ao trabalho.

  15. Análise dos fatores de riscos ocupacionais do trabalho de enfermagem sob a ótica dos enfermeiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nei Santos Duarte

    Full Text Available Estudo com abordagem quantitativa e descritiva, com objetivo de identificar, na percepção dos enfermeiros chefes de unidades de internação de um hospital universitário, os riscos ocupacionais a que estão expostos. A população foi composta de 30 enfermeiros, chefes de unidade de internação. Na coleta de dados, utilizou-se um questionário estruturado proposto no Guia de Avaliação de Riscos nos Locais de Trabalho de Boix e Vogel (1997, adaptado para a aplicação em estabelecimentos de saúde por Mauro (2001. Os resultados evidenciaram que os fatores de riscos atuam sobre os trabalhadores, propiciando um ambiente desfavorável para a realização das atividades, podendo comprometer a saúde e a vida profissional destes. As variáveis predominantes foram o ambiente e a manutenção preventiva inadequados e os equipamentos de proteção individual e coletiva insuficientes e/ou inadequadamente utilizados pelos profissionais, constrangimentos ergonômicos pela manipulação de carga e postura corporal inadequadas na realização das tarefas, e ritmo de trabalho acelerado pela falta de recursos material e humano. Ressalta-se que a pesquisa proporcionou um diagnóstico referente aos riscos presentes nos ambientes de trabalho da enfermagem, proporcionando um modo operatório eficaz com menor risco de acidentes no processo de trabalho, ambientes menos insalubres e maior satisfação para o profissional e os clientes.

  16. Trabalho, racionalização e emancipação: de Marx ao Marxismo, e a volta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcílio Rodrigues Lucas

    Full Text Available Resumo Este ensaio propõe uma reflexão sobre a relação entre trabalho e emancipação no pensamento marxista, à luz dos dilemas enfrentados pela esquerda e pelas organizações da classe trabalhadora no século XX. O objetivo central foi indicar como importantes pensadores e grupos vinculados ao marxismo contribuíram, de diferentes formas, na formação das bases ideológicas e na constituição concreta dos dois modelos de organização da produção e da vida social que predominaram após a Segunda Guerra Mundial: o compromisso fordista nos países de capitalismo avançado e o modelo soviético implantado na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e difundido pelos países-satélites que formavam o bloco socialista. Nesse sentido, buscou-se mostrar que essa atuação implicou dilemas e tensões importantes, sobretudo quanto ao posicionamento em relação à racionalização do trabalho e aos métodos tayloristas de organização da produção. Além disso, indicou-se que a tendência predominante foi uma interpretação da teoria de Marx que reduzia a importância da crítica ao trabalho industrial e assalariado, legitimando um projeto de 'sociedade do trabalho' estranho aos fundamentos essenciais do legado marxiano. No entanto, a crise desses modelos, verificada nas últimas décadas do século passado, abre espaço para o revigoramento dos aspectos mais férteis da crítica de Marx à sociabilidade capitalista.

  17. Identificação dos elementos do trabalho padronizado na construção civil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wanessa Roberta Fazinga

    Full Text Available A padronização é uma ferramenta de gestão voltada para a redução da variabilidade no processo produtivo. No contexto do Sistema Toyota de Produção (STP, a padronização é efetivada por meio do Trabalho Padronizado (TP. Esta pesquisa tem por objetivo propor as especificações que devem compor um padrão para processos produtivos da construção civil a partir da adaptação do conceito de TP. Foi realizado um estudo de caso em canteiro de obra, na etapa executiva de estrutura de concreto armado, em uma construtora da cidade de Londrina/PR. Os elementos constituintes do TP puderam ser detectados no contexto da construção, porém algumas adaptações mostraram-se necessárias, resultando em especificações que contêm os três componentes do padrão citados na literatura: meta, restrições e método. A definição de metas mostrou-se válida por direcionar o estabelecimento do método. As especificações do método mostraram-se mais abrangentes do que aquelas citadas na literatura do STP, incluindo especificações relativas aos kits de recursos para cada pacote de trabalho e à forma de transporte e armazenagem dos mesmos nos postos de trabalho. Por outro lado, os resultados apontaram para um menor grau de detalhamento da rotina de operações padrão, tendo como foco o trabalho em equipe. Apesar das particularidades da construção civil, o TP mostrou-se como uma ferramenta potencialmente eficaz para a redução da variabilidade no processo produtivo.

  18. Intervenções em assédio moral no trabalho: uma revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Miriam Raab Glina

    Full Text Available JUSTIFICATIVA: Embora a problemática do assédio moral no trabalho venha sendo estudada há mais de três décadas, aspectos de gerenciamento e prevenção ainda necessitam de maior estudo e sistematização. OBJETIVO: Identificar e sistematizar os métodos de intervenção em assédio moral. MÉTODO: Pesquisa bibliográfica sobre o tema em bases de dados (Medline, Psychinfo, SciELO e Lilacs, livros, teses e sites especializados (1980 a 2010. RESULTADOS E DISCUSSÃO: O conceito de assédio moral no trabalho é inicialmente delimitado, explicitando os elementos caracterizadores básicos. As intervenções são organizadas em níveis de prevenção (primária, secundária e terciária e alvos das ações: indivíduos diretamente envolvidos, testemunhas, grupo de trabalho e organização. Os aspectos que levam ao sucesso das intervenções e às boas práticas são elencados. CONCLUSÃO: Dada a natureza complexa do assédio moral no trabalho, intervenções isoladas e pontuais não funcionam. A abordagem precisa ser abrangente e o acompanhamento das ações, sistemático. Cada caso é singular e o desenho da intervenção deve considerar o contexto organizacional e envolver os vários atores sociais.

  19. Acidentes de trabalho: uma expressão da violência social Occupational accidents: an expression of social violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge M. H. Machado

    1994-01-01

    Full Text Available O objetivo principal deste estudo é relacionar violência e processo de trabalho. Tem como pressuposto que o elevado índice de acidentes de trabalho existente no Brasil caracteriza uma forma de violência estrutural nos locais de trabalho. Este quadro é situado no contexto internacional, a partir de dados de diversos setores econômicos. Discutem-se as informações provenientes dos registros da Previdência Social e dos atestados de óbito. Em aparente contraste com os dados internacionais, as estatísticas brasileiras mostram que os acidentes resultantes de atividades externas às empresas, em particular os de trânsito, são as maiores causas de morte no trabalho. São examinadas também questões relativas à qualidade dos registros e à classificação dos diversos tipos de acidente.The main objective of this study is to underscore the link between violence and the work process. Brazil is presently characterized by a very high level of occupational accidents, which amount to a form of structural violence in the workplace. The study considers the situation in the international context, with a brief analysis of different data in a variety of economic sectors. Brazilian data on occupational accidents obtained from National Social Welfare System records and death certificate archives are also discussed. In apparent contrast to international data, the Brazilian records demonstrate that outdoor activities, and in particular traffic accidents, are the major causes of death at work. Problems relating to the quality of data and to the classification of different types of accidents are also examined.

  20. Limites do trabalho multiprofissional: estudo de caso dos centros de referência para DST/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva Neide Emy Kurokawa e

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Compreender as possibilidades e os limites da articulação dos processos de trabalho desenvolvidos por agentes com diferentes formações para otimizar a integração e melhorar a qualidade da assistência aos pacientes com HIV/Aids. MÉTODOS: Estudo qualitativo sobre o trabalho multiprofissional em cinco centros de referência para DST/Aids do Município de São Paulo. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com 26 profissionais de diferentes formações, enfocando suas relações no modo de organização da assistência prestada nesses serviços. RESULTADOS: Houve diferenças significativas do alcance da integração multiprofissional e das possibilidades de enriquecimento da assistência prestada, de acordo com as circunstâncias em que o trabalho interdisciplinar é posto em ação. CONCLUSÕES: Quando a equipe consegue trabalhar com demandas antevistas, isto é, com a formulação, por um conjunto de profissionais, de projetos assistenciais, antecipando demandas a partir de situações concretas da prática, criam-se condições favoráveis a um trabalho mais efetivamente integrado da equipe multiprofissional. Essa integração favorece intervenções que permitem um diálogo mais rico entre a aplicação do tratamento medicamentoso e outras dimensões relevantes do cuidado referentes às vivências sociais, psicológicas e emocionais dos pacientes.

  1. PROBLEMAS BIOÉTICOS NO COTIDIANO DO TRABALHO DE PROFISSIONAIS DE EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Aparecida da Silva Valadão

    Full Text Available Resumo A pesquisa buscou identificar e avaliar os problemas bioéticos envolvidos no cotidiano de trabalho de profissionais de duas equipes da Estratégia Saúde da Família. Neste estudo qualitativo, realizaram-se entrevistas individuais semiestruturadas com 16 profissionais da equipe de saúde da família de Salvador, Bahia, de fevereiro a outubro de 2015. Utilizou-se a análise de conteúdo proposta por Bardin, assim como a bioética principialista e o pensamento complexo de Edgar Morin. Identificaram-se duas categorias: ‘Problemas bioéticos no cotidiano de trabalho da equipe de saúde da família’ e ‘A relação interprofissional na equipe de saúde da família’. Na primeira categoria, evidenciaram-se falta de companheirismo e colaboração entre os membros da equipe; ações verticalizadas da gestão; dificuldades em preservar a privacidade do usuário e dos profissionais. Na segunda, destacaram-se a disparidade de poder nas relações interprofissionais e o encontro ‘frio’ entre núcleo de apoio e assistência à saúde da família e equipe. Concluiu-se que a equipe de saúde da família não tem avançado no aperfeiçoamento do trabalho em equipe interdisciplinar. Os problemas identificados ferem os princípios do enfoque principialista da bioética, esgarçam o tecido social do trabalho na Estratégia Saúde da Família e contribuem para a descaracterização da atenção básica.

  2. O trabalho familiar extrativista sob a influência de políticas públicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dalva Maria da Mota

    2014-01-01

    Full Text Available O artigo analisa a relação entre a organização do trabalho familiar no extrativismo e a participação em programas de políticas públicas no estado de Sergipe. Com abordagem predominantemente qualitativa, a pesquisa foi realizada com mulheres autodesignadas catadoras de mangaba e marisqueiras, reconhecidas como pertinentes ao segmento dos denominados povos e comunidades tradicionais e afiliadas ao Programa Bolsa Família (PBF, ao Seguro Desemprego do Pescador Artesanal (SDPA e ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA. A metodologia constou de observações e entrevistas com diferentes atores envolvidos na atividade extrativista e nos programas de políticas públicas. As principais conclusões mostram que os programas de políticas públicas influenciam: i na reorganização do cotidiano do trabalho no extrativismo, principalmente no tocante à diminuição do envolvimento de crianças e jovens na atividade e quanto à intensidade das jornadas; ii no reforço aos papéis tradicionais de homens e mulheres, no caso do PBF, e na diluição de fronteiras entre esses mesmos papéis no PAA; iii na diminuição do volume de trabalho no caso do SDPA e no aumento no PAA; e iv nos diferentes sentidos que são atribuídos ao trabalho.

  3. Trabalho infantil e ideologia: contribuição ao estudo da crença indiscriminada na dignidade do trabalho Child work and ideology: contribution to the study about the indiscriminated belief on the dignity of work

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Herculano Ricardo Campos

    2001-01-01

    Full Text Available No Brasil, a maioria das ações de combate ao trabalho infantil busca assegurar às famílias das vítimas apoio financeiro para compensar a renda até então auferida por elas. Contudo, pesquisas constatam que, aliada à permanência de grande número de crianças no trabalho, observa-se a crença das famílias, das próprias crianças, dos empregadores e até mesmo de muitos agentes encarregados do combate a esse tipo de trabalho, de que ele só trará benefícios para as crianças. Neste sentido, avalia-se, as ações de combate encontram-se comprometidas em face de aspectos subjetivos afirmativos do trabalho, de modo que seu sucesso parece condicionado ao desvelamento desses aspectos. O presente estudo oferece dados que permitem uma maior compreensão do processo social e histórico por meio do qual a ideologia do trabalho como educador, dignificante, se estabeleceu nas mentalidades do povo brasileiro e orientou as políticas públicas voltadas para a criança.In Brazil, most of the actions that fight child labor offers financial support to the victim's families as a supplement to their lost income. Nevertheless, previous studies have shown that many children remain in their work lurked to a belief by the children themselves, their families, their employers and even technicians who are responsible for the erradication of child labor, that this kind of work will bring benefits to the children. Accordingly, the success of the actions intended to reduce child labor should be connected and conditioned to better comprehension of these aspects. This study contributes to this understanding, presenting issues about the social and historical processes by which the ideology of labor as educative and dignifying was settled down in the mentality of Brazilian people and has oriented the public policies related to childhood.

  4. PARTICIPAÇÃO EM COOPERATIVAS DE ASSENTAMENTOS RURAIS: ESTUDO SOBRE OS SENTIDOS DO TRABALHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thainara Granero de Melo

    2016-05-01

    Full Text Available Pesquisas de diferentes áreas têm constatado uma série de problemas no processo organizativo de empreendimentos autogestionários em assentamentos rurais da reforma agrária, entre eles, a dificuldade dos trabalhadores rurais de participarem ativamente dessas organizações. Para pensar sobre esse problema, o objetivo do estudo apresentado neste artigo foi o de investigar as forças psicossociais e os sentidos atribuídos ao trabalho por assentados da reforma agrária organizados em cooperativas, que podem explicar as formas de participação dos cooperados na gestão dessas organizações. Foi realizado um estudo de caso em uma cooperativa localizada no Assentamento Mário Lago, região administrativa de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo. A pesquisa qualitativa foi construída em três momentos: o levantamento teórico/bibliográfico/documental, as observações das reuniões da cooperativa e as entrevistas semiestruturadas com nove cooperados. A análise se deu pela triangulação entre as diferentes fontes de informações. Dos resultados, destaca-se que predominava a participação instrumental, produzida por uma conjunção de forças psicossociais que reforçavam as dependências econômicas e simbólicas do grupo. Por outro lado, a cooperativa cumpria a função de pertencimento para os sujeitos, mas sem ligação com a participação real na organização. Essas diferentes forças foram construídas na desproporcionalidade entre as vivências do cotidiano dos trabalhadores, as suas trajetórias de vida e o modo como o cooperativismo é institucionalizado e imputado aos sujeitos, tendo como pano de fundo a reafirmação de interesses hegemônicos no mundo rural.

  5. CAPACIDADE DE DESENVOLVER TRABALHO FÍSICO PROGRESSIVO EM CONDIÇÕES DE HIPOTERMIA BRANDA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bárbara Regina Alvarez

    2008-07-01

    Full Text Available O propósito deste estudo determinar, em 12 voluntários do Grupo de Busca e Salvamento da Polícia Militar de Santa Catarina, a capacidade de desenvolver trabalho físico na bicicleta ergométrica (cargas escalonadas de 50, 100 e 150 watt em condições ambientais neutras (28 graus e subnormal (20 graus, com varredura ampliada da temperatura cutânea (7 sensores periféricos, da temperatura central (sensor piloto e da temperatura ambiental (sensor referência, a estimativa do VO2 máximo foi efetuada com auxílio do nomograma desenvolvido por Astrand (1960, empregando um cicloergômetro de frenagem magnética da FUNBEC. Já o % de mobilização do VO2 max foi predito pela equação proposta por Katch (1978, empregando o % da mobilidade da FC. Os dados foram tratados através da ferramenta eletrônica MICROSTAT, empregando o artifício estático "t" de student monocaudal. Foi observada uma variação significativa (P < 0.05 na temperatura de repouso entre as duas condições (%= -0.52. Considerando a estimativa do valor padrão (3 watt/Kg, a PWC170 apresentou uma diferença significativa entre médias (%=-14.29. A sobreposição dos pontos térmicos evidenciou um marcado estado de equilíbrio na FC nos minutos finais de cada desempenho biológico, corroborando a hipótese de ajustamento imediato dos sistemas cardiorrespiratório e metabólico para atender a demanda tecidual de oxigênio e nutrientes. Para estudos complementares, sugerimos a utilização da banda inferior da zona hipotérmica (flutuação de 20 a 5 graus Celsius para que o impacto da condição subnormal produza alterações mais importantes na temperatura central.

  6. Epidemia de sarampo e trabalho escravo no Grão-Pará (1748-1778

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Otaviano Vieira Junior

    2015-08-01

    Full Text Available ResumoO artigo apresenta o impacto populacional provocado pela epidemia de sarampo (1748-1750 na capitania do Grão-Pará e sua relação com o processo de inserção da mão de obra escrava africana. A análise é fundamentada na documentação produzida no século XVIII, levantada em diferentes arquivos brasileiros e portugueses, incluindo correspondências oficiais, crônicas, memórias, mapas populacionais e listagens de mortos pela epidemia. A documentação serial foi posta em base de dados, construída a partir das 80 listagens de mortos pelo sarampo, o que permitiu uma análise do impacto demográfico da epidemia. Concomitantemente, a contagem populacional das vilas e povoações da capitania, do terceiro quartel do século XVIII, compôs uma segunda base de dados e auxiliou na compreensão da distribuição interna de escravos africanos. O ponto de interseção entre as bases de dados é formado pelo conjunto da documentação histórica administrativa, que trata dos efeitos da epidemia e das possibilidades de solução da crise de mão de obra - ocasionada pela alta mortalidade de indígenas. O estudo procura mostrar não apenas a mortalidade causada pelo sarampo, mas também a construção de uma política para a inserção de escravos africanos na região. Para tanto abordam-se a epidemia em Belém, a importância do trabalho indígena para os colonos, o número de mortos e a distribuição da mortalidade considerando espaço e sazonalidade (meses e anos. Também se discutem a luta entre projetos para sanar a demanda de mão de obra, gerada pela alta mortalidade do sarampo, e a política de inserção de escravos africanos para combater a carência de trabalhadores, bem como a distribuição desses escravos na capitania.

  7. Processo de trabalho e eficiência produtiva: Smith, Marx, Taylor e Lênin

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Benedito Rodrigues de Moraes Neto

    2009-09-01

    Full Text Available A partir de reflexão sobre uma hipotética transição do capitalismo em sua natureza manufatureira ao socialismo, procura-se deixar marcada a razão pela qual, seguindo a proposta de Marx, essa transição exige que a produção se realize sob a égide da maquinaria. Consegue-se, como parte dessa reflexão, identificar, para o caso da manufatura, um trade-off entre eficiência produtiva e humanização das atividades de trabalho. Procura-se esclarecer que, dada a natureza do taylorismo-fordismo como "reinvenção da manufatura", o exercício de início especulativo passa a ter sentido histórico. Busca-se argumentar que a ampla assimilação do taylorismo-fordismo pela experiência de implantação do socialismo na União Soviética a aprisionou ao mencionado trade-off , fazendo com que a primeira experiência de superação do capitalismo se impregnasse perversamente da mediocridade imanente ao taylorismo-fordismo. Finalmente, são feitos rápidos comentários acerca dos desdobramentos da recente automação de base microeletrônica sobre a natureza de um projeto socialista.From an analysis of a hypothetical transition from manufacture capitalism to socialism, we intend to stress the reason why, according to Marx´s proposition, it is demanded that this transition takes place under machinery´s domain. In the case of manufacture it is possible to identify a trade-off between the productive efficiency and the humanization of the labor activities. We then intend to clarify that the initially hypothetical speculation acquires a historic sense in as much as taylorism-fordism´s nature can be understood as a "reinvention of the manufacturing system". We shall then argue that the wide assimilation of taylorism-fordism in the Soviet Union´s experience of socialism implementation imprisoned it within the mentioned trade-off, which caused the first experience of capitalism´s surmount to be perversely impregnated with the immanent mediocrity of

  8. Transtornos mentais e inserção no mercado de trabalho no Brasil: um estudo multicêntrico nacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ada Ávila Assunção

    Full Text Available Resumo: Objetivou-se explorar a relação entre inserção no mercado de trabalho e as características de pacientes da amostra representativa de 2.475 adultos internados em 26 instituições brasileiras de saúde mental (15 Centros de Atendimento Psicossocial e 11 hospitais. Características sociodemográficas, clínicas e comportamentais foram obtidas de entrevistas estruturadas. Regressão multinomial foi utilizada. Maior probabilidade de afastamento temporário do mercado de trabalho foi observada em pacientes do sexo feminino, solteiros, divorciados ou viúvos, sem moradia estável e internados ou tratados pela primeira vez antes dos 18 anos de idade. Maior probabilidade de afastamento definitivo do mercado de trabalho foi observada entre os mais velhos. Afastamento temporário ou definitivo foi diretamente associado à baixa escolaridade, ao número de internações ao longo da vida e ao diagnóstico de transtorno mental grave; e inversamente associado ao uso de álcool e drogas. As vulnerabilidades ocupacionais identificadas suscitam o debate sobre a formulação de políticas setoriais.

  9. Os princípios do cooperativismo e o trabalho em equipe em cooperativas de Garibaldi-RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dalvana Piletti

    2015-10-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é verificar se as cooperativas de Garibaldi seguem os princípios do cooperativismo. Para atingir esse objetivo, buscou-se conhecer o histórico de desenvolvimento das cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul, dimensionar os benefícios e as dificuldades relacionados ao trabalho em equipe em cooperativas e conhecer os aspectos relacionados ao trabalho dos líderes nas organizações cooperativadas. A pesquisa de campo ocorreu em cooperativas de Garibaldi, e para tanto, foi realizado um estudo de natureza qualitativa, onde as informações foram obtidas com os líderes das cooperativas analisadas. A técnica de pesquisa utilizada foi a entrevista semiestruturada, por meio de um roteiro prévio de entrevista, e análise bibliográfica sobre o tema. Após interpretação e análise das informações coletadas, pôde-se verificar que as cooperativas em estudo seguem os princípios do cooperativismo e que o trabalho em equipe é de grande importância para elas, pois melhora o desempenho dos integrantes da equipe, beneficia cooperados e clientes, e ainda aprimora os resultados da organização.  

  10. Expansão dos cursos de Graduação em Enfermagem e mercado de trabalho: reproduzindo desigualdades?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kênia Lara Silva

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi analisar a relação entre a expansão dos cursos de graduação de enfermagem e o mercado de trabalho dos enfermeiros em Minas Gerais. Estudo descritivo-exploratório de abordagem quantitativa, que utilizou fontes de dados secundários sobre os cursos de Graduação em Enfermagem, número de profissionais ocupados, vínculos em estabelecimentos de saúde e empregos formais de enfermeiros no Estado. A evolução dos cursos de Graduação em Enfermagem revela sinais de declínio na procura e oferta nos anos recentes, que pode estar relacionado ao mercado de trabalho do enfermeiro. Este, por sua vez, é marcado por contradições expressas pelo quantitativo excedente de profissionais, em especial nas regiões menos desenvolvidas do Estado, bem como pela baixa proporção de enfermeiros para atender as necessidades de saúde da população. Visualiza-se que estes aspectos reproduzem desigualdades e carecem discussões quanto à regulação da formação e à criação de novos postos de trabalho.

  11. O Toyotismo e a mercantilização do trabalho na indústria automotiva do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Augusto Pinto

    Full Text Available O objetivo deste artigo é analisar o avanço de conceitos e práticas de gestão do trabalho designados como "flexíveis" na indústria automotiva do Brasil, em especial os oriundos do Sistema Toyota de Produção. Por meio de uma investigação bibliográfica e de um estudo de caso empírico numa planta pertencente a um grupo transnacional do setor de autopeças, situada em Campinas, SP (Brasil, demonstra-se como foram efetuadas alterações na organização do trabalho, concomitantes à exigência de novos perfis de qualificação profissional e educacional aos trabalhadores. Em termos conclusivos, a presente análise evidencia como tais perfis articulados a métodos gerenciais de avaliação em processos de contratação e promoção têm fragmentado o coletivo de trabalhadores nas empresas, mercantilizando as relações que estabelecem entre si no cotidiano de trabalho, uma vez que se baseiam na introjeção e manipulação de princípios de conduta entre eles, no sentido de servilizá-los ao propósito da acumulação capitalista.

  12. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soares Wagner

    2003-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 1991 a 2000. Por meio de uma regressão logística, foram obtidos os fatores de risco associados à intoxicação por agrotóxicos dos grupos organofosforados e carbamatos. Cerca de 50% dos entrevistados se encontravam ao menos moderadamente intoxicados. Os fatores de risco encontrados foram: ter o último contato a menos de duas semanas com agrotóxicos; não usar proteção; ser orientado pelo vendedor; citar organofosforado ou carbamato como agrotóxico principal e trabalhar nos municípios de Teófoli Otoni, Guidoval ou Piraúba. Os resultados apontam para o alto grau de risco de agravos à saúde a que estão sujeitos trabalhadores rurais em contato com agrotóxicos.

  13. LUTA PELA MORADIA E TRABALHO PRECARIZADO NO ACAMPAMENTO URBANO DO MNLM JORGE LUIZ, JOÃO PESSOA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Cristina do Vale

    2012-07-01

    Full Text Available Na cidade de João Pessoa, capital do estado da Paraíba, existe um importante contingente de famílias que, além de não ter onde morar e/ou morar de forma precária, são incluídas de forma marginal pelos serviços públicos de saúde, educação, transporte e segurança, e excluídas do “mundo do trabalho da carteira assinada”. É a partir desta problemática que analisamos neste texto o Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM e o seu processo de territorialização na cidade de João Pessoa, com destaque para a realidade vivida nos acampamento urbano Jorge Luiz. A metodologia utilizada durante a nossa pesquisa se pautou na revisão bibliográfica e levantamento documental, e trabalho de campo. Tivemos oportunidade de visitarmos as famílias acampadas, com quem aplicamos questionários, e entrevistarmos junto aos coordenadores do MNLM de João Pessoa. A pesquisa revela como a precária condição de existência das famílias sem teto acampadas no Jorge Luiz, está imbricada à precarização do trabalho no espaço urbano.

  14. Um espaço para o desenvolvimento interpessoal no trabalho A space for interpersonal development at work

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela Rocio Jarros Rodrigues

    2001-12-01

    Full Text Available Este é o relato da experiência de um estágio curricular na área de Psicologia Organizacional e do Trabalho, realizada numa instituição pública. O objetivo era criar um espaço no local de trabalho para tratar de temas que possibilitassem o desenvolvimento interpessoal dos indivíduos, como: autoconhecimento, relacionamento interpessoal, educação permanente e qualificação profissional, saúde e trabalho, tempo livre e aposentadoria. Foram compostos três grupos de funcionários do nível operacional e foram realizados seis encontros com cada um, ao longo do ano letivo de 2000. Os relatos dos participantes indicam que os encontros foram produtivos para o desenvolvimento interpessoal.This paper consists of the report of an experiment on organizational and working psychology with on probation workers of a public institution. The experiment consisted in the creation of a space at work that would propitiate the discussion of themes related to interpersonal development such as self-consciousness, interpersonal relationships, permanent education and professional qualification, health and work, free time and retirement. Three groups of workers of the operational area were formed and there were six meetings throughout the year 2000. The reports of the informers indicate that the meetings have enhanced the workers’ interpersonal development.

  15. Relações étnico-raciais e questões do mercado de trabalho em turismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Dias da Costa

    2017-08-01

    Full Text Available Esta comunicação, que tem um caráter exploratório, visa discutir a relação entre cursos de Turismo, relações étnico-raciais e questões do mercado de trabalho em turismo. O tema é pouco abordado pelos pesquisadores da área, o que torna esta temática instigante e desafiadora. Os cursos de graduação em Turismo, que estão em atividade no Brasil nas instituições públicas de ensino superior, foram criados para tender a uma demanda do mercado nacional. As novas modalidades de acesso a estas instituições trouxe um cenário novo para elas quanto para o mercado de trabalho, haja visto que o perfil dos egressos dos cursos mudou principalmente em função da Lei Federal 12.711/2012, mais conhecida como “Lei de cotas”. O trabalho apresentado é fruto de pesquisas bibliográficas e de campo, sendo que para tal foi utilizada a ferramenta do Google drive para sua realização junto ao corpo discente do curso.

  16. Investigações e explorações como parte do trabalho quotidiano na sala de aula

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Pedro da Ponte

    2013-06-01

    Full Text Available Este artigo apresenta três elementos fundamentais de unidades de ensino de cunho exploratório: (i a conjetura de ensino-aprendizagem que preside à elaboração da unidade, (ii as tarefas que a compõem; e (iii os modos de trabalho, estilos de comunicação e papéis de professor e alunos. Dá exemplos de três unidades de ensino de diferentes níveis de escolaridade que ilustram estes elementos e evidenciam os seus contributos para a aprendizagem. Nestas unidades de ensino predominam as tarefas de exploração e investigação possibilitando um ensino que promove o envolvimento ativo dos alunos na sua aprendizagem. Estas unidades favorecem também o trabalho com diversos tipos de representações, podendo os alunos usar representações próprias, e progredindo a partir daí para representações mais formais. A estrutura das aulas, com momentos de apresentação da tarefa, trabalho autonomo dos alunos e discussão coletiva e síntese, revela-se igualmente potenciadora do envolvimento dos alunos na sua aprendizagem e do desenvolvimento de diversos tipos de discurso na sala de aula

  17. Entre o bordado e a renda: condições de trabalho e saúde das labirinteiras de Juarez Távora/Paraíba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Batista da Cunha

    Full Text Available Este artigo trata da análise da atividade desenvolvida por um grupo de mulheres, em uma cidade do interior da Região Nordeste do Brasil, que se dedicam a um artesanato denominado “labirinto”. Trata-se de um bordado trabalhoso, utilizado para produzir peças de decoração e vestuário. O objetivo do estudo é verificar a relação das condições e da organização do trabalho e a saúde das labirinteiras. Foram utilizados os aportes teóricos da ergonomia da atividade e da psicodinâmica do trabalho, por permitirem analisar o trabalho real e as vivências subjetivas de prazer e sofrimento ligadas ao trabalho. Como instrumentos metodológicos, foram utilizadas observações, entrevistas individuais e entrevistas em grupo. Os resultados indicam que se trata de uma atividade majoritariamente desenvolvida por mulheres que se acham inseridas no mercado informal de trabalho. O processo, a organização e as condições de trabalho tornam essas trabalhadoras dependentes de comerciantes intermediários, em situação vulnerável para a saúde e sem poder de mobilização para se organizarem em cooperativas de trabalho.

  18. Percepção do acidente fatal de trabalho para a família da vítima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Beatryce Tedesco Moraes

    Full Text Available O trabalho humano constitui importante meio de inserção social, implicado na formação de identidade e de reconhecimento social. Em caso de acidente de trabalho fatal, a família sofre os impactos desse fenômeno em sua organização e dinâmica. Esta pesquisa teve por objetivo investigar a percepção do acidente de trabalho fatal para a família de uma vítima no sul do Estado do Espírito Santo, cuja análise se baseou nos seguintes temas: condições de trabalho do acidentado, impactos psicossociais gerados pelo acidente de trabalho e mudanças na dinâmica familiar em função dessa ocorrência. Foram entrevistados três membros da família da vítima e seu empregador. Os dados foram analisados conforme os critérios qualitativos da fenomenologia semiótica. Os resultados apontam um paradoxo na percepção da família da vítima e do empregador sobre o acidente: enquanto sua repercussão para a família se fundamenta na importância social do trabalho, para o empregador, associa-se à defesa da empresa e de sua responsabilidade sobre a morte no trabalho.

  19. Análise fatorial de correspondência das representações sociais sobre o trabalho noturno da enfermeira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Conceição Guimarães Veiga

    Full Text Available Objetivou-se apreender as Representações Sociais de enfermeiras sobre trabalho noturno. O estudo fundamentou-se na Teoria das Representações Sociais, com abordagens quantitativa e qualitativa. Foram coletadas evocações livres de 25 enfermeiras de um hospital público, em Salvador-Bahia, submetendo-as à Análise Fatorial de Correspondência (AFC. A AFC revelada no jogo de oposições demonstrou, no Fator 1, oposição entre os turnos de serviço e, no Fator 2, idade x tempo de serviço. Apreendeu-se no universo semântico das enfermeiras o trabalho noturno como Trabalho de Responsabilidade, Trabalho Árduo, Trabalho de Iniciativa e Necessidade Financeira. As enfermeiras referem-se ao trabalho noturno através de representações que lhe conferem caráter normativo, prescrevendo atitudes e comportamentos socialmente construídos e aceitos como próprios da categoria, enfatizando a construção histórica da profissão. Estes resultados indicam a necessidade de estratégias que contribuam para o desenvolvimento de políticas de gestão de pessoas, considerando a especificidade, subjetividade e complexidade do trabalho noturno.

  20. Registro da gastronomia japonesa como patrimônio imaterial dos nikkeis residentes no Brasil.

    OpenAIRE

    Silva, Alexandra Begueristain da; Soares, André Luis R.; Wolf, Rayssa Almeida

    2012-01-01

    Considerando a Cultura Japonesa no Brasil, faz-se um recorte nas diversas manifestações étnico-culturais presentes entre os membros da comunidade nikkei, com foco na gastronomia, definindo como tema da pesquisa o preparo do Missô, uma pasta fermentada de soja com sal, indispensável na culinária japonesa. Com relação ao intercâmbio cultural entre a culinária brasileira e a japonesa, verifica-se que, ao mesmo tempo em que permite uma convivência harmônica com a gastronomia local, não perde a id...

  1. Participação nos lucros ou resultados e banco de horas: intensidade do trabalho e desgaste operário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Augusto Pina

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As transformações operadas no processo de trabalho na indústria automobilística no Brasil desde os anos 1990 apontam para o fortalecimento da gestão da força de trabalho como um dos determinantes do processo saúde-doença dos trabalhadores. OBJETIVOS: Discutem-se dois elementos da gestão: a participação nos lucros ou resultados (PLR e o banco de horas (BH e assinala-se a relação de ambos com a intensidade do trabalho e o desgaste operário. Métodos: Apóia-se em revisão bibliográfica e em análise dos acordos coletivos dos metalúrgicos do ABC-SP, entre 2001 e 2008. RESULTADOS: A análise realizada mostrou que a reorganização do tempo de trabalho, o prolongamento da jornada e a manutenção do elevado grau de intensidade do trabalho ocasionados pelo BH e as metas vinculadas à PLR exercem pressão sobre o trabalhador para o aumento quantitativo e qualitativo do trabalho, evidenciando que esses instrumentos gerenciais propiciam a intensificação do trabalho e o desgaste operário. Também afetam drasticamente o tempo de não trabalho fora da jornada, inclusive prejudicando a reposição e o desenvolvimento da capacidade biopsíquica do trabalhador. CONCLUSÃO: A PLR e o BH podem ser caracterizados como uma forma de administração por estresse que eleva e potencializa as cargas de trabalho e o desgaste operário.

  2. Trabalho em grupo com enlutados Trabajo en grupo con enlutados Work group with bereaved

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melissa Pascoal

    2012-12-01

    Full Text Available A cada dia temos mais famílias vivenciando o luto gerado por homicídios, acidentes e violência, e isso tem causado alguns problemas psicológicos para as pessoas que estão nesta situação. Este artigo é um relato da experiência profissional vivida no Hospital e Maternidade Mauá com um grupo de autoajuda para pacientes em processo de luto, e seu objetivo é compartilhar a experiência e difundir este trabalho. Em 15 encontros pré-estruturados de acordo com a demanda apresentada pelo próprio grupo, foi possível trabalhar diversos temas relacionados à perda que influenciaram as participantes e ao mesmo tempo proporcionaram, além de conforto, uma possibilidade de identificação e troca, e consequentemente o ressurgimento da autoconfiança. Por meio da articulação da teoria com a prática, é evidenciado que o atendimento em grupo para enlutados é uma alternativa viável que trouxe resultados positivos e inspiradores e sua divulgação é importante para ampliar horizontes e criar novas possibilidades.Cada día tenemos más familias que experimentan el luto generado por homicidios, accidentes y violencia, esto ha causado algunos problemas psicológicos para las personas que se encuentran en esta situación. Este artículo es un relato de la experiencia profesional vivida en el Hospital de Mauá con un grupo de autoayuda para pacientes en el proceso de luto, y su objetivo es compartir la experiencia y difundir este trabajo. A través de quince reuniones preestructuradas de acuerdo con la demanda presentada por el propio grupo, fue posible trabajar diversos temas relacionados a la pérdida que influyeron a las participantes y al mismo tiempo proporcionaron, además de confort, una posibilidad de identificación y cambio, y consecuentemente el resurgimiento de autoconfianza. A través de la articulación de la teoría con la práctica, es evidenciado que la atención en grupo para enlutados es una alternativa viable que trajo resultados

  3. Globalização, tecnologia e relações de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacob Gorender

    1997-04-01

    Full Text Available Definindo a globalização como a aceleração intensa dos processos de internacionalização e mundialização, inerentes ao capitalismo desde sua fase original nos séculos XV e XVI, o autor destaca os efeitos da terceira revolução tecnológica, centrada na informática e nas telecomunicações, com influência dominante a partir da década dos 70 do século XX. Focaliza, em especial, as empresas multinacionais como agentes privilegiados da globalização, bem como suas relações com os Estados-nação e as mudanças na atuação destes últimos. Merecem igualmente atenção as alterações na posição relativa da indústria e do setor de serviços na sociedade contemporânea. Focalizando o processos concretos da globalização no âmbito empírico da indústria automobilística, o estudo se detém nas questões referentes ao fordismo e ao chamado modelo japonês de produção flexível, daí se aprofundando no tema das relações de trabalho. A esse respeito, a análise salienta a questão do desemprego estrutural e examina suas possíveis causas principais. O autor apresenta um painel detalhado e atualizado da indústria automobilística no Brasil, enriquecido por um anexo estatístico, enfatizando as relações entre montadoras e fabricantes de autopeças e entre empresas e trabalhadores. O contraponto com a situação da indústria automobilística na Argentina e no México permite estabelecer comparações e refletir sobre perspectivas futuras.The author defines globalization as a sharp acceleration of internationalization and globalization processes - inherent to capitalism from its very origin in 15th and 16th century - and highlights the effects of the third information and telecommunications-centered technological revolution, which have been prevailing as of 1970's. He specially focuses on multinational companies as globalization privileged agents, as well as their relationship to Nation-States and changes in the Nation

  4. Análise dos acidentes de trabalho do tipo quedas em altura na indústria da construção

    OpenAIRE

    Araújo, José António Faria

    2011-01-01

    Dissertação de mestrado em Engenharia Humana Os acidentes de trabalho constituem um problema que preocupa todos os técnicos de Segurança e Higiene do Trabalho. Um acidente de trabalho, quando occorre, pode provocar graves lesões no(s) trabalhador(es) sinistrado(s), bem como enormes prejuízos materiais para as entidades empregadoras. Apenas a análise dos acidentes permite a criação de mecanismos para minimizar, e se possível evitar, a futura ocorrência dos mesmos. O projecto ...

  5. Estratégias de sobrevivência das lésbicas no mercado de trabalho em Aguascalientes, México.

    OpenAIRE

    Valencia Arcos, Grecia Lorena; Universidad Autónoma de Aguascalientes; Ávila Sánchez, María de Jesús; Universidad Autónoma de Nuevo León

    2016-01-01

    Resumo A divisão sexual do trabalho, representa um obstáculo para o desenvolvimento profissional das mulheres e lésbicas é duplamente difícil comprar, ficar ou re-introduzir um espaço de trabalho. Pelo método de triangulação de dados quantitativos e qualitativos. Os resultados mostram que tanto do sexo feminino, lésbicas masculinas e andróginos tem a necessidade de esconder a sua sexualidade e seus corpos heteronormatizar, o que levou a ter que esconder suas vidas no trabalho, e até mesmo ter...

  6. Trabalho informal e território : aportes sobre o comércio ambulante na área central do Recife-PE

    OpenAIRE

    ANDRADE, João Gabriel Nascimento de

    2014-01-01

    A presente pesquisa tem por objetivo central analisar os territórios do trabalho informal da área central da cidade do Recife, mais especificamente o universo da informalidade dos trabalhadores ambulantes, atividade que atua como subterfúgio para minorar as agruras oriundas da exclusão dos postos de trabalho que é submetida parcela da mão de obra urbana. Para tanto, reconstitui-se os processos sociais que originaram e condicionaram esta modalidade de trabalho. Realizou-se uma breve discussão ...

  7. A redução da jornada de trabalho como solução do desemprego: o mito de Sísifo ou Prometeu?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Calvete, Cássio da Silva

    2003-01-01

    Full Text Available O presente estudo propõe-se a fazer uma análise das possibilidades e dos limites da redução da jornada de trabalho para geração de novos postos de trabalho. Para tanto veremos a evolução das horas anuais trabalhadas nos países desenvolvidos, os impactos macroeconômicos e as formas possíveis das empresas contra-restarem a redução da jornada de trabalho

  8. Afogados em contratos : o impacto da flexibilização do trabalho nas trajetórias dos profissionais de TI

    OpenAIRE

    Bárbara Geraldo de Castro

    2013-01-01

    Resumo: A flexibilização é um dos fenômenos mais discutidos nos estudos dedicados a entender o universo do trabalho contemporâneo. Seja ela compreendida como uma nova maneira de se organizar o trabalho e a produção, ou enquanto desregulamentação das Leis do Trabalho. Esta tese se propôs a investigar os efeitos desse processo sobre as trajetórias pessoais e profissionais de homens e mulheres que atuam em um setor específico da economia: a Tecnologia da Informação (TI). Nele, as relações de tra...

  9. Mestrado Profissional em História: o desafio do trabalho de conclusão final do curso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Radünz

    2015-07-01

    Full Text Available O Mestrado Profissional, como modalidade de curso Stricto Sensu, está em processo de consolidação. Nesse sentido, temas como a avaliação de programas, considerando as especificidades da modalidade, e a questão do Trabalho de Conclusão estão na ordem do dia. O objetivo deste artigo é problematizar possíveis formas de trabalhos finais para além da dissertação, considerando-se sobretudo, o disposto na Portaria Normativa 17, de 28 de dezembro de 2009, da Capes. A base empírica leva em consideração as primeiras propostas do Trabalho de Conclusão Final do Mestrado Profissional em História da Universidade de Caxias do Sul (UCS. O Programa iniciou suas atividades em agosto de 2013 e, neste momento, passa pelo seu primeiro processo de qualificação. Dentre as propostas apresentadas nessa etapa estão a produção do material didático; o uso de quadrinhos em sala de aula, jogos e sua relação com documentos históricos; uso da pesquisa socioantropológica no ensino de história; análises de livros didáticos; propostas metodológicas do uso de fontes no ensino de história, entre outras. O que se pretende nesta análise é problematizar, com as experiências dos mestrandos do Programa de Pós-Graduação em História da UCS, as possibilidades do conhecimento acadêmico ter uma maior função social.

  10. Abordar o trabalho para compreender e transformar as condições de adoecimento na categoria dos teleatendentes no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ada Ávila Assunção

    Full Text Available Neste artigo apresenta-se um modelo de abordagem da saúde no trabalho. Tal modelo considera a atividade para obter elementos explicativos do perfil de morbidade auto-referida e gerar propostas de intervenção na organização do trabalho no setor de teleatendimento. Realizou-se um estudo ergonômico em uma grande empresa de telefonia e telemarketing; foram acompanhadas negociações entre trabalhadores e empregadores e intervenções do Ministério Público do Trabalho no quadro de um Procedimento Prévio Investigatório, o qual motivou o estudo ergonômico. Os resultados evidenciaram as exigências das tarefas provocadas pelos métodos de gestão e a associação dos seus efeitos com sintomas mórbidos, conforme descreve a literatura consultada. Os representantes das empresas nas audiências públicas resistiram em reconhecer o caráter patogênico de suas organizações. A estratégia de buscar a ação intersetorial mostrou-se profícua, permitindo viabilizar a elaboração de instrumentos práticos, como divulgação de resultados científicos e elaboração de notas técnicas, com elevada potencialidade para transformar a realidade sanitária dos teleatendentes.

  11. Intensificação do trabalho e saúde dos professores Work intensification and teachers' health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ada Ávila Assunção

    2009-08-01

    Full Text Available A centralidade atribuída aos docentes nos processos de reformas educacionais em curso traz novas exigências profissionais com efeitos sobre a sua saúde. Buscando resultados na literatura epidemiológica e ergonômica, este artigo tece relações entre o processo de intensificação do trabalho nas escolas e o tipo de adoecimento dos professores descrito nos estudos atuais. Sobre a intensificação, são mencionados fatores qualitativos, caracterizados pelas transformações da atividade sem o necessário suporte social para acomodar as exigências do trabalho, e fatores quantitativos, relacionados ao aumento do volume de tarefas nas escolas. As evidências trazidas ao texto permitem esboçar as bases de um modelo explicativo para o processo de morbidade docente calcado em determinantes ambientais e organizacionais e suas implicações sobre a atividade de trabalho na sala de aula.The centrality given to teachers in the ongoing educational reforms creates new professional demands that affect their health. Seeking results in the literature on epidemiology and ergonomics, this paper suggests relations between the work intensification process in schools and the types of teachers' illnesses described in current studies. With regard to work intensification, mention is made of both qualitative factors, characterized by changes in activities without the necessary social support to accommodate work requirements, and quantitative factors such as increased work loads in schools. Evidence presented in the text allows for a first explanatory model for the teacher morbidity process, based on environmental and organizational determinants, and their implications for classroom work activities.

  12. Acidentes de trabalho na zona rural de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: um estudo transversal de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fehlberg Marta Fernanda

    2001-01-01

    Full Text Available São escassos os estudos de base populacional sobre a ocorrência de acidentes de trabalho rural. Para investigar este tema, realizou-se em Pelotas, Rio Grande do Sul, um estudo transversal com o objetivo de verificar a ocorrência e as características dos acidentes do trabalho rural. Uma amostra representativa da população foi obtida através de amostragem em estágios múltiplos, utilizando-se os setores censitários da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Em quatro meses, no ano de 1996, foram estudadas 258 famílias, e 580 trabalhadores rurais foram entrevistados, utilizando-se questionários padronizados e pré-codificados. Os acidentes de trabalho nos últimos doze meses atingiram 63 trabalhadores (11%, que referiram, pelo menos, um acidente no período. O total de acidentes ocorridos foi de 82, e foram causados, principalmente, por ferramentas manuais (29% e por animais domésticos (27%. A principal lesão provocada foi corte (50%, seguida por contusão (13% e queimadura (9%. As partes do corpo mais atingidas foram as mãos (34%, os pés (29% e as pernas (18%. Em apenas 32% dos casos, o trabalhador rural acidentado procurou tratamento. Desses, 46% procuraram o posto de saúde, e 36%, o pronto-socorro municipal.

  13. Estratégia de implementação do sistema de gestão da segurança e saúde do trabalho

    OpenAIRE

    Calado, João Miguel Silva Marreiros

    2014-01-01

    Dissertação de Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho O presente trabalho teve como objectivo, através de um estudo de caso, caracterizar a segurança e saúde do trabalho (SST) na organização em estudo, analisar e identificar áreas de potenciais melhorias, de modo a definir uma estratégia de implementação de um sistema de gestão da saúde e segurança do trabalho (SGSST). A abordagem desta problemática foi efectuada durante a realização de um estágio profissional na organização MJO S....

  14. A pesquisa-intervenção em Psicologia do Trabalho em um aporte que toma o desenvolvimento como método e objeto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Osório da Silva

    2015-04-01

    Full Text Available O Núcleo de Estudos e Intervenção em Trabalho, Subjetividade e Saúde (Nutras é um grupo de pesquisa vinculado à Universidade Federal Fluminense. Uma de suas linhas de pesquisa tem como objeto o trabalho como operador de saúde. A principal referência teórica é a corrente da psicologia do trabalho chamada clínica da atividade, fundada na psicologia histórico-cultural de Vigotski, em intercessão com outras teorias como a linguística de Bakhtin (2006 e a ergonomia situada francofônica (WISNER, 1995. Numa abordagem clínica do trabalho, toma o conceito de desenvolvimento como central, utilizando-o como método para uma intervenção dialógica a Oficina de Fotos.

  15. MOTIVAÇÃO, COMPROMETIMENTO E SOFRIMENTO NO TRABALHO DO SETOR PÚBLICO: UM ESTUDO DE CASO EM UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DE SERGIPE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Layse de Jesus Cruz

    2015-04-01

    Full Text Available Este estudo objetivou analisar as condições de trabalho dos servidores de uma universidade pública de Sergipe, considerando aspectos motivacionais, de comprometimento e de sofrimento. Para tanto foi feita uma pesquisa quantitativa com uso de questionários com os chefes de departamentos e núcleos e com os técnicos administrativos, que responderam questões relacionadas ao ambiente de trabalho e relacionamento interpessoal. Os resultados revelam que as condições de trabalho desses servidores têm deficiências oriundas do formato de gestão pública, desde o que diz respeito ao ambiente de trabalho até questões de gestão do plano de carreira, aproveitamento de pessoal qualificado e condições psicológicas.

  16. A GEOGRAFIA DA ACUMULAÇÃO – REFLEXÕES ACERCA DOS TERRITÓRIOS DO TRABALHO ABSTRATO E DA RIQUEZA ABSTRATA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wagnervalter Dutra Júnior

    2012-07-01

    Full Text Available O presente artigo busca analisar as bases territoriais da contradição capital x trabalho, expressa na constituição dos territórios do trabalho abstrato e da riqueza abstrata, constituídos pelos pressupostos espaciais da reprodução ampliada. Os ajustes espaçotemporais que tomaram feição global com o imperialismo são fundamentais para a mundialização do capital e das finanças, apreendendo o trabalho humano nos meandros das escalas circunscritas pelo valor de troca. As formas de mobilidade do capital e do trabalho acabam por atestar a mundialidade da dialética da dependência, centro e periferia são subsumidos à universalização do valor de troca.

  17. TRABALHADORES DO MAR: UMA DISCUSSÃO SOBRE AS TRANSFORMAÇÕES DO TRABALHO DO PESCADOR ARTESANAL DE UBATUBA/SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Tavares Moreno

    2013-07-01

    Full Text Available Este artigo realiza uma discussão quanto ao trabalho do pescador artesanal, mais propriamente, visando apreender as transformações do trabalho nesta atividade, assim como, suas particularidades, limites e entraves enfrentados por estes sujeitos que vivem do trabalho da pesca artesanal no município de Ubatuba/SP. Neste sentido, revelando a importância de estudos geográficos nesta área, comprometidos com esses trabalhadores artesanais do mar, revelando como o seu trabalho (e modo de vida atualmente são ainda muito atuantes, mesmo que marcados pelas processualidades conflitantes do capital, que levam a sua desorganização.

  18. Percepção do acidente fatal de trabalho para a família da vítima

    OpenAIRE

    Moraes,Ana Beatryce Tedesco; Moulin,Maria das Graças Barbosa; Souza,Mariane Lima de; Pepino,Cláudia Balestreiro

    2012-01-01

    O trabalho humano constitui importante meio de inserção social, implicado na formação de identidade e de reconhecimento social. Em caso de acidente de trabalho fatal, a família sofre os impactos desse fenômeno em sua organização e dinâmica. Esta pesquisa teve por objetivo investigar a percepção do acidente de trabalho fatal para a família de uma vítima no sul do Estado do Espírito Santo, cuja análise se baseou nos seguintes temas: condições de trabalho do acidentado, impactos psicossociais ge...

  19. Validação da escala de estresse no trabalho Validation of the work stress scale

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Paschoal

    2004-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo construir e validar um instrumento de estresse ocupacional geral, de fácil aplicação e que pudesse ser utilizado em diversos ambientes de trabalho e para ocupações variadas. A Escala de Estresse no Trabalho (EET, inicialmente composta por 31 itens, foi aplicada a 437 trabalhadores de diferentes organizações, públicas e privadas, sendo 249 homens e 188 mulheres. A análise fatorial revelou a existência de um único fator que, após eliminação de itens com carga fatorial abaixo de 0,45, ficou composto por 23 itens e obteve um coeficiente alfa de Cronbach equivalente a 0,91. Uma versão reduzida da escala, com 13 itens e alfa de 0,85 foi proposta. Com base nos parâmetros psicométricos satisfatórios da EET, conclui-se que esta é uma alternativa para investigações empíricas e trabalhos aplicados em organizações, podendo orientar medidas que visem à qualidade de vida dos trabalhadores.The objective of this study was to develop and to validate a general instrument to evaluate occupational stress, easily administered, used in different work environments and for a variety of occupations. The Work Stress Scale (WSS initially composed of 31 items was applied to 437 workers, 249 men and 188 women, of public and private organizations. The factor analysis detected only one factor. After the elimination of the items with a factor loading below .45, the final version of the scale was composed of 23 items and had a Cronbach's coefficient of .91. A reduced version of the scale with 13 items and a Cronbach's coefficient of .85 has been proposed. Based on the satisfactory psychometric parameters of the scale, it is concluded that the WSS is useful as an alternative in empirical investigations and organizational diagnostics. The results obtained can be useful indicators for organizational decisions in relation to the life quality of the workers.

  20. Valores, suporte psicossocial e impacto do treinamento no trabalho Values, psychosocial support and training impact at work

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Júlia Pantoja

    2005-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo investigar valores individuais e percepções de suporte organizacional à transferência de treinamento como preditores do impacto do treinamento no trabalho. A amostra consistiu de 79 profissionais, de nível superior, de uma instituição hospitalar na área de reabilitação do aparelho locomotor e de 85 profissionais de uma autarquia federal ligada ao sistema financeiro nacional. Os pesquisados haviam concluído os cursos de capacitação que foram objeto de avaliação neste estudo, há aproximadamente três meses. Responderam, no local de trabalho, questionários que continham escalas previamente validadas. Foram realizadas análises de regressão múltipla hierárquica. Os resultados apontaram suporte psicossocial e o tipo motivacional conservadorismo/coletivismo como importantes preditores do impacto do treinamento no trabalho (R² = 0,35; p The purpose of this work was to investigate individual values and perceptions of the organizational support to training's transfer as predictors of the impact in work training. Seventy nine university graduated degree professionals, working at a hospital specialized in orthopedics' rehabilitation plus eighty five professionals, working for an state government institution, connected to the national financial system, constituted the sample of this research. All of them had finished the training event which was evaluated in this paper approximately three months ago. While at work they responded to the questionnaire, which had scales previously validated. Multiple regression hierarchical analyses were made. The data shows psychosocial support and the motivational type conservationismcollectivism as an important predictor of the impact of the training at work (R² = 0.35; p < 0.001. It also suggests that people who value conservationism, i.e., that look for respect, compromise, safety, harmony and welcoming of culture habits and ideas got more from the impact of the