WorldWideScience

Sample records for system risco probabilistico

  1. Probabilistic risk benchmark of the Brazilian electrical system; Risco probabilistico de referencia do sistema eletrico brasileiro

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Soares, Neyl Hamilton Martelotta

    2002-05-01

    The main goal of this dissertation is to proceed a first numerical evaluation of the probabilistic risks magnitudes associated with the Brazilian Electrical network, considering the subsystems North, Northeast, South, Southeast and Mid West. This result is relevant because it can be used as an initial comparative reference for future reliability studies of the Brazilian Basic Grid. As a by-product, the whole set of criteria and procedures used in the work are described in detail. They may also serve as a preliminary base for future similar evaluations. (author)

  2. Riscos ambientais

    OpenAIRE

    Pfluck, Lia Dorotéa

    2009-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Geografia. O tema riscos ambientais, e, entre eles, as desigualdades sociais e catástrofes naturais, tem sido uma preocupação mundial. No Brasil diversas pesquisas se voltam a problemas urbanos decorrentes da ocupação de espaços sem a devida consideração socioambiental. E, na relação com o sistema econômico, a estrutura e a qualidade ambiental se caracterizam como...

  3. Use of probabilistic safety analysis for design of emergency mitigation systems in hydrogen producer plant with sulfur-iodine technology, Section II: sulfuric acid decomposition; Uso de analisis probabilistico de seguridad para el diseno de sistemas de mitigacion de emergencia en planta productora de hidrogeno con tecnologia azufre-iodo, Seccion II: descomposicion de acido sulfurico

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Mendoza A, A.; Nelson E, P. F.; Francois L, J. L. [Facultad de Ingenieria, Departamento de Sistemas Energeticos, UNAM, Paseo Cuauhnahuac 8532, 62550 Jiutepec, Morelos (Mexico)], e-mail: iqalexmdz@yahoo.com.mx

    2009-10-15

    Over the last decades, the need to reduce emissions of greenhouse gases has prompted the development of technologies for the production of clean fuels through the use of primary energy resources of zero emissions, as the heat of nuclear reactors of high temperature. Within these technologies, one of the most promising is the hydrogen production by sulfur-iodine cycle coupled to a high temperature reactor initially proposed by General Atomics. By their nature and because it will be large-scale plants, the development of these technologies from its present phase to its procurement and construction, will have to incorporate emergency mitigation systems in all its parts and interconnections to prevent undesired events that could put threaten the plant integrity and the nearby area. For the particular case of sulfur-iodine thermochemical cycle, most analysis have focused on hydrogen explosions and failures in the primary cooling systems. While these events are the most catastrophic, is that there are also many other events that even taking less direct consequences, could jeopardize the plant operation, the people safety of nearby communities and carry the same economic consequences. In this study we analyzed one of these events, which is the formation of a toxic cloud prompted by uncontrolled leakage of concentrated sulfuric acid in the second section of sulfur-iodine process of General Atomics. In this section, the sulfuric acid concentration is near to 90% in conditions of high temperature and positive pressure. Under these conditions the sulfuric acid and sulfur oxides from the reactor will form a toxic cloud that the have contact with the plant personnel could cause fatalities, or to reach a town would cause suffocation, respiratory problems and eye irritation. The methodology used for this study is the supported design in probabilistic safety analysis. Mitigation systems were postulated based on the isolation of a possible leak, the neutralization of a pond of

  4. Human Reliability in Probabilistic Safety Assessments; Fiabilidad Humana en los Analisis Probabilisticos de Seguridad

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Nunez Mendez, J.

    1989-07-01

    Nowadays a growing interest in environmental aspects is detected in our country. It implies an assessment of the risk involved in the industrial processes and installations in order to determine if those are into the acceptable limits. In these safety assessments, among which PSA (Probabilistic Safety Assessments), can be pointed out the role played by the human being in the system is one of the more relevant subjects (This relevance has been demonstrated in the accidents happened) . However, in Spain there aren't manuals specifically dedicated to asses the human contribution to risk in the frame of PSAs. This report aims to improve this situation providing: a) a theoretical background to help the reader in the understanding of the nature of the human error, b) a quid to carry out a Human Reliability Analysis and c) a selected overview of the techniques and methodologies currently applied in this area. (Author) 20 refs.

  5. Sistema de classificação de risco de crédito: uma aplicação a companhias abertas no Brasil Credit rating system: an application to public companies in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovani Antonio Silva Brito

    2009-12-01

    Full Text Available O artigo examina se eventos de default de companhias abertas no Brasil são previstos por um sistema de classificação de risco de crédito baseado em índices contábeis. O sistema de classificação proposto neste estudo utiliza a análise de conglomerados para classificar as empresas em oito classes de risco, das quais sete são destinadas a empresas solventes e uma para empresas insolventes (em default. A variável utilizada para atribuir as classificações de risco às empresas é a probabilidade de default estimada pelo modelo de risco de crédito desenvolvido por Brito e Assaf Neto (2008. O sistema de classificação de risco atribui ratings anuais para as companhias abertas não financeiras listadas na BM&FBOVESPA no período de 1994 a 2006. Com base nesses ratings, são geradas diversas matrizes de migração de risco para o período analisado. As matrizes de migração evidenciam a elevação do risco das empresas insolventes previamente ao ano de ocorrência do default. A maioria dessas empresas é classificada nas piores classes de risco ou apresenta migrações para ratings inferiores nos anos que precedem o default. Além disso, as taxas de mortalidade das empresas são crescentes nas classes de risco do sistema. Esses resultados evidenciam que insolvências empresariais podem ser previstas por sistemas de classificação de risco baseados, apenas, em índices contábeis.This paper examines whether default events of public companies in Brazil are predicted by a credit rating system based on accounting ratios. The credit rating system developed uses cluster analysis to classify companies in eight ratings, seven for solvent and one for default companies. The variable used to assign ratings to companies is the probability of default estimated by credit risk model developed by Brito and Assaf Neto (2008. The credit rating system assigns annual ratings to non-financial companies listed on Brazilian stock market from 1994 to 2006

  6. Riscos sociais, tecnologias e acidentes

    OpenAIRE

    Areosa, João

    2016-01-01

    UID/SOC/04647/2013 Os riscos sociais e tecnológicos podem ser compreendidos como uma espécie de antecâmara para a ocorrência de acidentes ou de outros eventos indesejados. O debate sobre as múltiplas formas e abordagens ao risco parece que se tornou central nos dias de hoje, apesar de o risco sempre ter acompanhado toda a história da humanidade. Todavia, não sabemos se o mundo é actualmente mais arriscado do que foi no passado, mas sabemos, por exemplo, que os cidadãos ocidentais têm vindo...

  7. O direito face ao risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Catarina Frade

    2012-12-01

    Full Text Available Emergindo da tradicional dicotomia entre concepções objectivistas e construtivistas do risco, quer as abordagens quantitativas, quer as teorias sociais do risco oferecem as suas interpretações dos problemas oriundos do progresso tecnológico e científico que vêm desafiando a segurança das sociedades contemporâneas. O objectivo principal deste texto é perceber como o risco é interpretado por diferentes áreas do conhecimento e como se pode perspectivar uma leitura jurídica desse mesmo fenómeno, dado que a ciência jurídica continua a manter-se algo alheada destes debates, esquecendo a sua missão reguladora e a sua vocação securitária.

  8. Factores de risco em implantologia

    OpenAIRE

    Sousa, Inês Silveira e Luz Nunes de

    2015-01-01

    A Implantologia tem ganho popularidade na medicina dentária pelos resultados previsíveis em reabilitações de áreas edêntulas, permitindo minimizar as consequências funcionais, fonéticas e estéticas que advém da perda de dentes através de uma solução fixa que satizfaz os pacientes. Esta é uma revisão da literatura existente sobre factores de risco, fracassos e complicações inerentes ao tratamento com implantes dentários. Categorizam-se os factores de risco em implantologia co...

  9. Risco e aventura no jogo.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeferson José Moebus Retondar

    1999-01-01

    Full Text Available O objetivo do estudo a refletir sobre o jogo enquanto construção simbólica no âmbito do processo pedagógico, isto e, apreende-lo como meio e fim em si mesmo. UNITERMOS: Jogo; Risco; Aventura; Meio; Fim.

  10. Adolescentes: comportamento e risco cardiovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivelise Fhrideraid Alves Furtado da Costa

    2017-09-01

    Full Text Available Resumo Contexto Os benefícios para a saúde decorrentes da prática regular de atividade física estão bem documentados. Entretanto, são raros os estudos associando essa prática ao comportamento sedentário e ao risco cardiovascular em adolescentes. Objetivos Pretende-se avaliar a prática de atividade física, o comportamento sedentário e a associação com o risco cardiovascular mensurado pelo escore Pathobiological Determinants of Atherosclerosis in Youth (PDAY. Métodos Estudo transversal desenvolvido nas escolas públicas estaduais de Campina Grande, PB, Brasil, com 576 adolescentes de 15 a 19 anos, incluindo variáveis socioeconômicas, demográficas, de estilo de vida e clínicas. Os dados foram coletados através de formulário validado, antropometria, aferição da pressão arterial e exames laboratoriais. Foram utilizadas medidas descritivas, teste do qui-quadrado de Pearson e regressão logística binomial. Trabalhou-se com o SPSS 22.0 se adotou intervalo de confiança de 95%. Resultados A idade média foi de 16,8 anos. A maioria dos adolescentes era do sexo feminino (66,8%, não branco (78.7% e pertencente às classes C, D e (69,1%. Quanto ao sedentarismo e à insuficiência de atividade física, as prevalências foram de 78,1% e 60,2%, respectivamente. De acordo com o escore PDAY, 10,4% dos adolescentes apresentaram alto risco cardiovascular; 31,8% risco intermediário; e 57,8%, risco baixo. Verificou-se que PDAY esteve associado ao sexo e à adiposidade abdominal. Conclusões Ficou comprovado que adiposidade abdominal e sexo masculino representam importantes fatores de risco cardiovascular em adolescentes. Considerando-se a presença de um fator de risco modificável, medidas preventivas voltadas ao estilo de vida são essenciais.

  11. Probabilistic analysis of safety in industrial irradiation plants; Analisis probabilistico de seguridad en plantas industriales de irradiacion

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Alderete, F.; Elechosa, C. [Autoridad Regulatoria Nuclear, Av. del Libertador 8250 - Buenos Aires (Argentina)]. e-mail: falderet@sede.arn.gov.ar

    2006-07-01

    The Argentinean Nuclear Regulatory Authority is carrying out the Probabilistic Safety Analysis (PSA) of the two industrial irradiation plants existent in the country. The objective of this presentation is to show from the regulatory point of view, the advantages of applying this tool, as well as the appeared difficulties; for it will be made a brief description of the facilities, of the method and of the normative one. Both plants are multipurpose facilities classified as 'industrial irradiator category IV' (panoramic irradiator with source deposited in pool). Basically, the execution of an APS consists of the following stages: 1. Identification of initiating events. 2. Modeling of Accidental Sequences (Event Trees). 3. Analysis of Systems (Fault trees). 4. Quantification of Accidental Sequences. The argentine normative doesn't demand to these facilities the realization of an APS, however the basic standard of Radiological Safety establishes that in the design of this type of facilities in the cases that is justified, should make sure that the annual probability of occurrence of an accidental sequence and the resulting dose in a person gives as result an radiological risk inferior to the risk limit adopted as acceptance criteria. On the other hand the design standard specifies for these irradiators it demands a maximum fault rate of 10{sup -2} for the related components with the systems of radiological safety. In our case, the possible initiating events have been identified that carried out to not wanted situations (about people exposure, radioactive contamination). Then, for each one of the significant initiating events, the corresponding accidental sequences were modeled and the safety systems that intervene in this sequences by means of fault trees were analyzed, for then to determine the fault probabilities of the same ones. At the moment they are completing these fault trees, but the difficulty resides in the impossibility of obtaining real data

  12. Hiperhomocisteinemia e o risco cardiovascular

    OpenAIRE

    Gannabathula Sree Vani

    2002-01-01

    Nível elevado de homocisteína (Hcy) no plasma é considerado fator de risco de doença cardiovascular. Consumo reduzido de vitaminas B6, B12 e ácido fólico tem sido relacionado com hiperhomocisteinemia. O objetivo desse estudo foi verificar o consumo de vitaminas B6, B12 e ácido fólico nas populações urbana e rural, bem como a correlação dos níveis plasmáticos dessas vitaminas com os níveis plasmáticos de Hcy. Também determinamos os níveis séricos de lipídeos e avaliamos o risco cardiovascular ...

  13. Comportamentos de risco entre jovens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Câmara, Sheila Gonçalves

    2005-01-01

    Full Text Available Diariamente, tomamos conhecimento de um grande contingente de ações violentas, aparentemente gratuitas, cometidas por jovens. Além disso, outros aspectos como o problema dos acidentes de trânsito, a crescente epidemia da AIDS em faixas etárias cada vez menores, assim como a alta incidência de gravidez na adolescencia e o consumo elevado de substâncias psicoativas por fovens chamam atenção. Realizamos um mapeamento acerca dos comportamentos de risco de enfrentamento violento, conduta sexual de risco e consumo de drogas ilegais em 389 jovens, estudantes do ensimo médio em escolas públicas e privadas da cidade de Porto Alegre. Foram investigads, ainda, fatores relativos a estratégias de coping, bem estar psicológico e apoio familiar e de amigos. Os resultados indicam um panorama bastante positivo em relação aos comportamentos de risco entre jovens estudantes. Este mapeamento serve de base para intervenções futuras que tenham como direcionamento, incrementar fatores de proteção já presentes na vida dos jovens

  14. Aspectos econômicos da produção e do risco nos sistemas agroflorestais e nos sistemas tradicionais de produçâo agrícola em tomé-açu, Pará - 2001 a 2003 Economic aspects of production under risk conditions in agroforestry systems and traditional agricultural systems in tomé-açu, Pará - 2001 to 2003

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Benedito Varela

    2009-02-01

    Full Text Available Neste artigo, analisaram-se os fatores determinantes da produção dinâmica dos sistemas agroflorestais (SAF e dos sistemas tradicionais de produção agrícola (ST, sob condições de risco, em pequenas e médias unidades produtivas nipo-brasileiras localizadas no Município de Tomé-Açu, Pará, no período de 2001 a 2003. Os resultados indicaram que todos os fatores, exceto a mão-de-obra contratada e as máquinas e equipamentos, afetam diretamente o Valor Bruto da Produção (VBP dos SAF e dos ST; a variável dummy apresentou diferença cumulativa a menor no VBP dos SAF, de um ano para outro. A função de risco estimada apontou que os SAF apresentaram menor risco que os ST, evidenciando-se que a aplicação de insumos era fonte de redução de risco, mas a tecnologia adotada precisa ser adequada, pois se apresenta como fator de aumento de risco nos dois sistemas. Além disso, a dummy indicou que os SAF exibiram menor nível de risco que os ST. Nesse contexto, os resultados deixaram claro, ainda, que os produtores nipo-brasileiros eram avessos ao risco.This article analyzes the determinants of the dynamic production inputs of the agroforestry systems (SAF and traditional agricultural systems (ST under risk conditions, in small and medium farms in Tome-Açu, Pará, by Brazilian-Japanese producers from 2001 to 2003. The dynamic regression model results showed that all the inputs, except labor and machinery, have positive impacts on the current VBP of the two systems analyzed. Furthermore, the dummy variable shows a minor accumulative difference of the SAF's VBP in comparison with ST's VBP, from one period (year to another. The estimated risk function indicates that the use of fertilizer and pesticides reduce the risk level of the two systems, but the current technology needs to be adequate to other production inputs, since it appears as a factor of increased risk to the two systems. In addition, the dummy variable indicates that the SAF

  15. Economia da cibercultura: Ciber-consumo na sociedade do risco

    OpenAIRE

    Andrade, Pedro José de Oliveira

    2015-01-01

    Consumo em comunidades virtuais e sociedade do risco (risk society). Consumo e media cross-over: Cibercultura do consumo; Estatísticas dos mercados e consumo globais; Padronização e personalização; Fição ciberpunk; Os novos consumidores. Risco: Vigilância e marketing online; Subvertisements; Motores de busca personalizados; Jogos online; Second Life e Linden Dollar; Sociedade de risco: Ulrich Beck; Espaço cibernético; Riscos diretos e indiretos; Riscos técnico e humano.

  16. Atividade do mototaxista: riscos e fragilidades autorreferidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariéli Brum da Silva

    2011-12-01

    Full Text Available Pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa que teve como objetivo identificar riscos ocupacionais e fragilidades autorreferidas por mototaxistas. Os dados foram coletados, no primeiro semestre de 2010, mediante entrevistas junto a doze mototaxistas, convidados a participar, e que trabalham em dois pontos centrais de um município do interior do estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram tratados por meio da análise temática, a partir da qual foram reveladas cinco categorias. De acordo com a percepção dos sujeitos, os acidentes e os assaltos representam os maiores riscos da profissão. Pode-se inferir que ações de educação em saúde e de prevenção de agravos podem ser estratégias governamentais e não governamentais que agregam valor à saúde e segurança destes trabalhadores.

  17. Probabilistic analysis of safety of a production plant of hydrogen using nuclear energy; Analisis probabilistico de seguridad de una planta de produccion de hidrogeno utilizando energia nuclear

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Flores F, A. [Facultad de Ingenieria, UNAM, 04510 Mexico D.F. (Mexico); Nelson E, P.F.; Francois L, J.L. [Facultad de Ingenieria, UNAM, Paseo Cuauhnahuac 8532, Jiutepec, Morelos (Mexico)]. e-mail: alain_fyf@yahoo.com

    2005-07-01

    The present work makes use of the Probabilistic Safety analysis to evaluate and to quantify the safety in a plant producer of hydrogen coupled to a nuclear reactor of high temperature, the one which is building in Japan. It is had the description of systems and devices of the HTTR, the pipe diagrams and instrumentation of the plant, as well as the rates of generic faults for the components of the plant. The first step was to carry out a HAZOP study (Hazard and Operability Study) with the purpose of obtaining the initiator events; once obtained these, it was developed a tree of events by each initiator event and for each system it was developed a fault tree; the data used for the quantification of the failure probability of the systems were obtained starting from several generic sources of information. In each tree of events different final states were obtained and it stops each one, their occurrence frequency. The construction and evaluation of the tree of events and of failures one carries out with the SAPHIRE program. The results show the safety of the shutdown system of the HTTR and they allow to suggest modifications to the auxiliary system of refrigeration and to the heat exchanger helium/water pressurized. (Author)

  18. Sociodemographic risk factors of perinatal depression: a cohort study in the public health care system Fatores sociodemográficos de risco de depressão perinatal: um estudo populacional no sistema público de cuidados de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Silva

    2012-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the sociodemographic risk factors for the prevalence and incidence of relevant postpartum depressive symptoms. METHOD: We studied a cohort of women in their perinatal period with the assistance of the public health system in the city of Pelotas-RS, Brazil. We assessed depressive symptoms with the Edinburgh Postnatal Depression Scale (EPDS in the prenatal and postnatal periods. RESULTS We interviewed 1,109 women. The prevalence of meaningful depressive symptoms during pregnancy was 20.5% and postpartum was 16.5%. Women with prenatal depression were at higher risk for postpartum depression. CONCLUSION: The mother's poverty level, psychiatric history, partner absence and stressful life events should be considered important risk factors for relevant postpartum depressive symptoms.OBJETIVO: Avaliar os fatores sociodemográficos de risco quanto à prevalência e à incidência de sintomas depressivos pós-parto relevantes. MÉTODO: Estudou-se um grupo de mulheres em seu período perinatal sendo assistidas pelo sistema público de saúde na cidade de Pelotas, RS, Brasil. Foram avaliados os sintomas depressivos com o uso da Edinburgh Postnatal Depression Scale (EDPS nos períodos pré-natal e pós-natal. RESULTADOS: Foram entrevistadas 1.019 mulheres. A prevalência de sintomas depressivos significativos durante a gravidez foi de 20,5% e no período pós-parto de 16,5%. As mulheres com depressão pré-natal apresentaram um risco maior de depressão pós-parto. CONCLUSÃO: O nível de pobreza, a história psiquiátrica, a ausência do parceiro e eventos vitais estressantes devem ser considerados fatores de risco importantes para sintomas depressivos pós-parto relevantes.

  19. Development of specific data of plant for a safety probabilistic analysis; Desarrollo de datos especificos de planta para un analisis probabilistico de seguridad

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Gonzalez C, M. [Emersis S.A. de C.V., Tabachines 9-bis, 62589 Temixco, Morelos (Mexico); Nelson E, P. [LAIRN, UNAM, Paseo Cuauhnahuac 8532, Jiutepec, Morelos (Mexico)]. e-mail: cuesta@emersis.com

    2004-07-01

    In this work the development of specific data of plant is described for the Safety Probabilistic Analysis (APS) of the Laguna Verde Central. The description of those used methods concentrate on the obtention of rates of failure of the equipment and frequencies of initiator events modeled in the APS, making mention to other types of data that also appeal to specific sources of the plant. The method to obtain the rates of failure of the equipment takes advantage the information of failures of components and unavailability of systems obtained entreaty in execution with the Maintenance Rule (1OCFR50.65). The method to develop the frequencies of initiators take in account the registered operational experience as reportable events. In both cases the own experience is combined with published generic data using Bayesian realized techniques. Details are provided about the gathering of information, the confirmations of consistency and adjustment necessities, presenting examples of the obtained results. (Author)

  20. Use of the Safety probabilistic analysis for the risk monitor before maintenance; Uso del Analisis probabilistico de seguridad para el monitor de riesgo antes de mantenimiento

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Gonzalez C, M. [Emersis S.A. de C.V., Tabachines 9-bis, 62589 Temixco, Morelos (Mexico)]. e-mail: cuesta@emersis.com

    2004-07-01

    In this work the use of the Safety Probabilistic Analysis (APS) of the Laguna Verde Power plant to quantify the risk before maintenance is presented. Beginning to describe the nature of the Rule of Maintenance and their risk evaluations, it is planned about the paper of the APS for that purpose, and a systematic form to establish the reaches for this use open of the model is delineated. The work provides some technique details of the implantation methods of the APS like risk monitor, including the form of introducing the systems, trains and components to the user, as well as the fitness to the models and improvements to the used platform. There are covered some of the measures taken to achieve the objectives of preserving the base model approved, to facilitate the periodic realize, and to achieve acceptable times of execution for their efficient use. (Author)

  1. O risco operacional e financeiro em uma empresa nacional

    OpenAIRE

    Hara, Masahiro

    2010-01-01

    Análise dos dados históricos de uma empresa, com alto risco operacional, com a finalidade de desenvolver sob o enfoque teórico, alternativas operacionais que permitam não só baixar o nível de risco como o uso de alavancagem financeira

  2. Fatores de Risco Evidenciados pelas Maiores Empresas Listadas na BM&FBOVESPA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Carlos Klann

    2015-01-01

    Full Text Available O risco está presente em qualquer empresa, em qualquer setor. Nesse sentido, o objetivo da pesquisa é identificar os tipos de risco evidenciados nos Formulários de Referência das maiores empresas de cada setor listadas na BM&FBovespa. Os riscos podem ser classificados em: risco de crédito, risco legal, risco de mercado, risco operacional, risco estratégico, risco de liquidez e risco ambiental. Conforme os resultados encontrados, os mais divulgados pelas empresas são: risco legal (87,5%, risco estratégico (85% e risco de mercado (82,5%. O risco de crédito apresenta o menor nível de divulgação (50%, bem como o risco de liquidez relativo aos investimentos (55%. Conclui-se que a gestão de risco está relacionada às particularidades de cada organização, sendo que os tipos de riscos podem se modificar de acordo com a classificação setorial das empresas.

  3. Sistema Decodify®: cefalometria como mensuração de risco e ferramenta administrativa para clínica ortodôntica Decodify® system: cephalometrics as risk manager and administrative tool for the orthodontic clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marinho Del Santo Junior

    2011-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: a cefalometria pode ter uso clínico limitado em Ortodontia por demandar interpretação subjetiva. Um sistema de Inteligência Artificial (IA, o sistema Decodify®, foi desenvolvido para prover uma avaliação quantitativa individualizada de dados cefalométricos contextualizados. Nesse artigo, o sistema é testado como ferramenta administrativa em consultórios de Ortodontia. MÉTODOS: o desenvolvimento de algoritmos incluiu a modelagem de normas e desvios-padrão de dados cefalométricos brasileiros, medidos em radiografias laterais. Para testar o sistema, cefalogramas iniciais de 60 pacientes ortodônticos de dois consultórios diferentes (30 casos cada foram processados e reprocessados por três técnicos diferentes. A reprodutibilidade e a confidencialidade intraexaminador e interexaminadores foram testadas de modo pareado. O risco em cada caso ortodôntico, produto da análise eletrônica, foi comparado por matrizes de covariância e coeficientes de confiança. RESULTADOS: os níveis de correlação pareada interexaminadores (contra padrão-ouro para 23 pares de variáveis foram de 0,68 (distância S-Go a 0,98 (distância Na-Me em uma clínica ortodôntica (JU e de 0,66 (ângulo L1.APg a 0,98 (distância S-Go em outra clínica ortodôntica (SP. Os níveis de correlação pareada intraexaminadores para 23 pares de variáveis foram de 0,52 (ângulo L1.APg a 0,98 (distâncias S-Go e Na-Me em uma clínica (JU e de 0,55 (ângulo U1.Na a 0,92 (distância Wits em outra (SP. Todas as correlações foram significativas em nível de pINTRODUCTION: Cephalometrics may have limited clinical application in Orthodontics because it demands subjective interpretation. An artificial intelligence (A.I. system, Decodify®, was developed to provide an individual quantitative interpretation of contextualized cephalometric data. In this paper the system is tested as a valid management tool in orthodontic offices. METHODS: The development of

  4. Freqüência de doença cardiovascular aterosclerótica e de seus fatores de risco em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico Frequency of atherosclerotic cardiovascular disease and its risk factors in patients with systemic lupus erythematosus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Weiss Telles

    2007-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: a patogênese da doença arterial coronariana no lúpus eritematoso sistêmico não está completamente estabelecida, porém fatores relacionados ao lúpus e ao seu tratamento parecem se associar à presença de fatores de risco tradicionais. Esses fatores de risco estão presentes em indivíduos com lúpus em uma freqüência maior em relação à população geral e correlacionam-se à presença de doença cardiovascular manifesta nessa população. OBJETIVOS: determinar a freqüência da doença cardiovascular manifesta e dos fatores de risco em pacientes com lúpus acompanhados no Serviço de Reumatologia do Hospital das Clínicas da UFMG. MÉTODOS: avaliação transversal de 172 pacientes com lúpus. Eventos cardiovasculares, fatores de risco tradicionais e manifestações clínico-laboratoriais do lúpus foram avaliados. RESULTADOS: a média de idade (DP foi de 38,5 anos (11,2 anos: a maioria do sexo feminino (95,9% e da etnia não-branca (64,5%. Identificou-se doença cardiovascular em oito pacientes (4,7%, com 11 diagnósticos diferentes. Três apresentaram evento coronariano; três, acidente vascular cerebral isquêmico; e cinco, doença arterial periférica. O fator de risco mais freqüente foi hipertensão arterial sistêmica (48,8%, seguido por dislipidemia em 70 (40,7% pacientes e hipertrigliceridemia em 51 (29,7%. O c-LDL > 100 mg/dl foi encontrado em 77 (44,8% pacientes. Entre as 165 pacientes do sexo feminino, 67 (40,6% encontravam-se na pós-menopausa, e 43,3% tiveram o diagnóstico de menopausa precoce. CONCLUSÕES: o presente estudo descreve a freqüência dos fatores de risco para doença arterial coronariana em uma amostra significativa de pacientes brasileiros com lúpus. A importância do reconhecimento de tais fatores encontra-se na possibilidade de modificação e tratamento de alguns deles. O impacto da identificação e do tratamento de fatores de risco em pacientes com lúpus para prevenção de eventos

  5. Gerenciamento de Riscos em Programas de Aventura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor López-Richard

    2013-02-01

    Full Text Available o gerenciamento de riscos em programas de aventura será analisado de maneira sistemática neste trabalho. Os elementos que conformam os padrões de precaução em atividades comerciais de aventura serão tratados de forma crítica. V árias questões relacionadas à polêmica do credenciamento e certificação de programas comerciais de aventura serão analisadas. Os principais conceitos relativos à segurança na concepção, no planejamento, no monitoramento e na execução de programas turísticos de aventura e eventos na natureza serão abordados. Após a revisão conceitual, será exposto o resultado do estudo dos elementos de gerenciamento de riscos, introduzidos na legislação que rege a implementação da política de desenvolvimento do turismo sustentável no Município de Brotas. Risk management in adventure programs has been systematically analyzed within this work. The elements that integrate the standards of care in commercial adventure programming have been critically approached. Different questions related to the debate on accreditation and certification of adventure programs. The main concepts regarding safety during the conception, planning, monitoring, and execution of adventure tourism programs and events in the wild have been also approached. Following this conceptual revision, the result of the study of risk management topics introduced in the legislation related to the policy of sustainable tourism development in Brotas borough will be displayed.

  6. A história e a temporalidade do risco.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Henrique Armani

    2015-06-01

    Full Text Available A partir de um enfoque centrado na história das ideias, pretendo apresentar algumas particularidades do risco como um modo de pensar as sociedades ocidentais contemporâneas. Ainda que o fenômeno do risco e as sociedades balizadas por sua temporalidade possam ser encontrados ao longo da história, entendo que é fundamental elaborar uma distinção entre os tempos do risco, de modo que possamos compreendê-lo em sua lógica temporal contemporânea.

  7. Risco ambiental para as instituições financeiras bancarias

    OpenAIRE

    Maria de Fatima Cavalcante Tosini

    2005-01-01

    Resumo:O Risco ambiental pode ser definido como uma medida de potenciais danos que uma atividade econômica pode causar ao meio ambiente. O risco ambiental passou a ser risco financeiro com a adoção do Princípio do Poluidor Pagador pelos sistemas jurídicos nacionais e pela sociedade civil da maioria dos países. Por este princípio, as externalidades relacionadas ao meio ambiente são internalizadas aos custos produtivos de todos os setores da economia. O setor financeiro como um dos mais importa...

  8. Trópicos do discurso sobre risco: risco-aventura como metáfora na modernidade tardia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mary Jane P. Spink

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo situar as novas modalidades de uso dos repertórios interpretativos sobre risco, especialmente no que se refere à perspectiva da aventura. Propõe que, como aventura, a linguagem do risco cumpre atualmente funções múltiplas, sendo tanto um anteparo aos processos de destradicionalização típicos da modernidade tardia, como uma figura de linguagem utilizada para falar de novas sensibilidades decorrentes do imperativo de enfrentar a imponderabilidade e volatilidade dos riscos modernos. Inicia com uma visão panorâmica dos sentidos históricos do risco buscando argumentar que a noção, entendida na perspectiva da linguagem em uso, permite explorar as mudanças que vêm ocorrendo nas formas de controle social que nos possibilitam falar de uma transição da sociedade disciplinar, formação típica da modernidade clássica, para a sociedade de risco, formação emergente na modernidade tardia. Finaliza apontando para as transformações que vêm ocorrendo nas imagens sobre risco, buscando destacar o uso crescente do risco-aventura como metáfora da modernidade tardia.

  9. Risco ocupacional de adquirir tuberculose entre trabalhadores de enfermagem hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabete Takeda

    2001-09-01

    Full Text Available Nos hospitais, os indivíduos tuberculosos são atendidos por vários profissionais e dentre eles os trabalhadores de enfermagem. Esses trabalhadores estão sujeitos a riscos de infecção tuberculosa. O estudo objetivou: levantar o número de trabalhadores de enfermagem do hospital que adquiriram tuberculose, e as características gerais em um período pré determinado; levantar a morbidade dessa doença e discutir o risco ocupacional entre estes trabalhadores. Em um ano os trabalhadores apresentaram risco 3.86 vezes maior e em outro, 1.47 vezes maior de adquirir a doença. Neste estudo a tuberculose foi considerada de risco ocupacional para os trabalhadores de enfermagem.

  10. Riscos cardiovasculares entre escolares da rede privada de Taguatinga, DF

    OpenAIRE

    Araújo, Diego Ferreira de

    2012-01-01

    O objetivo deste breve estudo foi avaliar os riscos cardiovasculares em escolares nos componentes antropométricos e hemodinâmicos. Para tanto, foram avaliadas as variáveis: Pressão arterial (Hemodinâmicos), peso, estatura, índice de massa corporal (IMC), circunferência, percentual de gordura (antropométricos). Os resultados demonstram que o grupo estudado, apresentou baixo risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

  11. Sludge como fator de risco para prematuridade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Kazuko Watanabe

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: O trabalho de parto prematuro (TPP é um grave problema de saúde pública devido à elevada morbidade e mortalidade neonatal.Como fatores de risco,destacam-se o baixo nível socioeconômico,nutrição inadequada,extremos de idade,estresse físico e psicológico,tabagismo e drogas ilícitas.Intecorrências como incompetência cervival,placenta de inserção baixa,descolamento prematuro de placenta,polidramnio,gemelaridade, rotura prematura de membranas,história prévia de parto prematuro são causas obstétricas e ginecológicas. Dentre as infecções,a corioamnionite é uma das mais importantes.A prevenção e a predição da prematuridade têm sido alvo de pesquisas através de métodos clínicos, bioquímicos e ultrassonográficos. À ultrassonografia(US,a medida do comprimento de colo uterino com transdutor vaginal(TV e a pesquisa do eco glandular endocervical auxiliam na predição do parto prematuro. Outro sinal ultrassonográfico que parece estar associado à infecção e à prematuridade é o sludge,um agregado espesso de partículas no líquido amniótico próximo ao orifício interno do colo uterino.A associação sludge e colo curto(menor que 25mmaumenta o risco de TPP. Objetivo/Metodologia: apresentamos um caso de sludge em gestante com 16 semanas e antecedente de TPP. Relato de caso:TPDA,24anos,secundigesta primípara(natimorto com 29 semanas,realizou USTV devido a colo entreaberto ao toque vaginal e ao passado obstétrico. Ao exame,visualizou-se sludge e colo medindo 3,8cm de comprimento. Foi internada para tratamento com Clindamicina e Cefalexina via oral por 10 dias.Exames de urina I, hemograma e proteína C reativa normais na internação. Alta após 5 dias,com acompanhamento semanal e prescrição de progesterona 200mg via vaginal. Conclusão: o sludge é um sinal preditor de prematuridade.

  12. Fatores de risco associados à mortalidade infantil em duas áreas da região metropolitana de São Paulo (Brasil, 1984-1985: proposta de instrumentos preditivos Risk factors associated with infant mortality in two municipalities of the metropolitan area of S.Paulo (Brazil, 1984-1985: proposal for a predictive scoring system

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chester L. G. Cesar

    1990-08-01

    Full Text Available Estudou-se a aplicação do conceito de "risco" na área materno-infantil, partindo da proposta da Organização Mundial de Saúde relativa ao "enfoque de risco" na organização dos serviços de saúde. O estudo concentrou-se no desenvolvimento de instrumentos de identificação de grupos de alto risco de óbito infantil, seja no período neonatal, seja no período pós-neonatal, e baseou-se em estudo de caso-controle. O grupo de casos correspondeu a óbitos registrados de menores de um ano de idade, ocorridos nos anos de 1984 e 1985, de pais residentes nos municípios de Cotia e Vargem Grande Paulista, SP (Brasil, totalizando 149 óbitos (casos. O grupo controle foi formado por uma amostra probabilística de 216 crianças nascidas em 1984, filhas de pais residentes nos municípios estudados e que sobreviveram ao primeiro ano de vida, As mães de ambos os grupos responderam a um questionário, aplicado em entrevistas domiciliarias, para a identificação de variáveis independentes associadas ao óbito infantil. As variáveis que mostraram associação estatisticamente significante foram agrupadas em quatro escalas de risco: para uso em pré-natal; para uso por ocasião do parto; para uso no período neonatal; e para uso em puericultura após o período neonatal. As variáveis participaram nas escalas ponderadas pelos valores das razões dos produtos cruzados. As escalas apresentaram diferentes pontos de corte e a cada um destes correspondeu uma dada sensibilidade, especificidade e poder preditivo.The application of the concept of "risk" to maternal and child health was studied, the starting point being the World Health Organization's proposal for a "risk approach" in health services. The study was concerned with the development of a scoring system for the identification of groups at high risk of death during the first year of life, whether in the neonatal or the post-neonatal periods, and was based on a case-control study. The case group

  13. Gestão de risco nas atividades de investimento dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS dos municípios do Estado do Rio Grande do Sul Risk management in investment activities of municipal retirement systems of the state of Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadia Mar Bogoni

    2011-04-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é identificar os mecanismos de controle de riscos adotados pelos gestores dos RPPS nas atividades de investimento. A metodologia da pesquisa é descritiva, do tipo levantamento ou survey, com abordagem quantitativa e com uso da análise de clusters. A pesquisa foi realizada no período de dezembro de 2007 a fevereiro de 2008 nos 303 municípios do estado do Rio Grande do Sul que possuem RPPS constituído, sendo que 84 municípios participaram da pesquisa respondendo ao questionário. Os resultados mostram que 58 dos gestores dos RPPS pesquisados declararam não possuir uma política de investimentos formalizada; 70 declararam não adotar as práticas de gestão de investimentos investigadas e 74 informaram não possuir sistemas de apoio à gestão de investimentos formalizados. O uso da análise de clusters possibilitou a caracterização dos municípios segundo suas práticas de gestão de riscos combinadas com outros indicadores sócio-econômicos. Foram identificados 3 agrupamentos distintos, cuja análise demonstra que as melhores práticas de gestão de riscos nas atividades de investimentos são adotadas pelos RPPS dos municípios mais populosos, onde também foram verificados os maiores volumes de investimento. Conclui-se que, apesar da legislação vigente apresentar avanços com relação à formalização e à adoção de práticas que devem ser consideradas na ocasião da elaboração de uma política de investimentos eficaz, os resultados demonstram que não são adotados mecanismos de controle de riscos para as atividades de investimentos desses fundos.The objective of this work is to identify the mechanisms of risk management currently adopted in investment activities of municipal retirement plans (RPPS of the State of Rio Grande do Sul, Brazil. The methodology applied in the research is descriptive (using survey techniques and quantitative (using probabilistic research. The research was accomplished in the

  14. O preparo para o trabalho de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yone Caldas Silva

    Full Text Available A autora focaliza a importância da preparação psicológica e profissional dos trabalhadores, para enfrentarem os riscos do trabalho, no cenário atual de mudanças nas organizações. Considerando a literatura científica internacional, apresenta dados de sua experiência pessoal. A partir do diagnóstico organizacional, sob a coordenação da Assessoria em Segurança, Saúde e Meio Ambiente, da Refinaria Duque de Caxias, (RJ , da qual era consultora, foi aplicada uma metodologia baseada na autonomia de ação de grupos de empregados, incluindo decisões na aplicação de recursos. Como resultados, são evidenciados a dinamização da estrutura organizacional, mudanças nas condições de trabalho, diminuição significativa nos índices e na gravidade dos acidentes, maior capacitação psicológica e profissional para o trabalho de equipe e o desenvolvimento de aptidão gerencial. Conclui, focalizando o importante papel das instituições vinculadas à segurança, saúde e meio-ambiente, indicando a necessidade de serem implementadas pesquisas de novas metodologias concernentes aos aspectos psicológicos do trabalho.

  15. Dioxinas e furanos: origens e riscos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Assunção João V de

    1999-01-01

    Full Text Available Apresenta-se uma atualização bibliográfica com o objetivo de relatar a origem e os riscos à saúde pública das dioxinas e furanos e possibilitar o conhecimento de algumas áreas de pesquisa sobre esses compostos. Foram selecionadas 16 referências bibliográficas, cobrindo aproximadamente doze anos (1986 a 1997. Pela análise feita concluiu-se que: a Esses compostos são de origem não natural, considerados altamente tóxicos, extremamente persistentes, tendo sido detectados em todas as matrizes ambientais como: solo, sedimentos, ar, água, animais e vegetais; b emissões desses compostos para a atmosfera ocorrem principalmente nos processos de combustão; c dispersão atmosférica, deposição e subseqüente acumulação na cadeia alimentar têm sido a principal rota de exposição da população em geral; d devido à natureza lipofílica e persistência, estes se acumulam em tecidos gordurosos, sendo os alimentos de origem animal os que apresentaram maiores concentrações; e no Brasil, os poucos estudos realizados, com medidas de concentrações desses compostos no meio ambiente, apresentaram alguns níveis comparáveis aos da Alemanha. Recomenda-se a continuidade de pesquisas no Brasil, sobre esses compostos, em especial sua acumulação em alimentos e no tecido humano.

  16. Dioxinas e furanos: origens e riscos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João V de Assunção

    1999-10-01

    Full Text Available Apresenta-se uma atualização bibliográfica com o objetivo de relatar a origem e os riscos à saúde pública das dioxinas e furanos e possibilitar o conhecimento de algumas áreas de pesquisa sobre esses compostos. Foram selecionadas 16 referências bibliográficas, cobrindo aproximadamente doze anos (1986 a 1997. Pela análise feita concluiu-se que: a Esses compostos são de origem não natural, considerados altamente tóxicos, extremamente persistentes, tendo sido detectados em todas as matrizes ambientais como: solo, sedimentos, ar, água, animais e vegetais; b emissões desses compostos para a atmosfera ocorrem principalmente nos processos de combustão; c dispersão atmosférica, deposição e subseqüente acumulação na cadeia alimentar têm sido a principal rota de exposição da população em geral; d devido à natureza lipofílica e persistência, estes se acumulam em tecidos gordurosos, sendo os alimentos de origem animal os que apresentaram maiores concentrações; e no Brasil, os poucos estudos realizados, com medidas de concentrações desses compostos no meio ambiente, apresentaram alguns níveis comparáveis aos da Alemanha. Recomenda-se a continuidade de pesquisas no Brasil, sobre esses compostos, em especial sua acumulação em alimentos e no tecido humano.

  17. Factores de Risco da Asma Grave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N. Adel

    1999-07-01

    Full Text Available RESUMO: Apesar da rápida progressão do conhecimento da fisiopatologia da asma e da larga difusão de meios terapêuticos de eficácia acrescida, observase um aumento da morbalidade e da morbildade da asma em numerosos paises, em particular nos paises industrialtzados, por razões ainda pouco conhecidas Estes factos permitem questionar o funcionamento do sistema de cuidados de saúde e a difusão dos progressos terapêuticos na população asmática. Os autores definem o concetto de asma aguda grave, salientando dois tipos: o tipo 1, de «instalação progressiva» em algumas horas ou dtas eo upo 2 de «instalação brutal» em menos de três horas Os factores de risco para cada urn deles parecem ser diferentes.Os autores fazem uma revisão dos factores de risco da asma grave, tendo em conta as caracterisucas individuais do doente, os factores ambientats e a intervenção da sociedade.Em relação aos factores individuais como a idade e o sexo, verificase que na infância, as taxas de internarmento por asma são mais elevadas no sexo masculino, sendo no total de internamentos em todas as idades, mais elevadas no sexo feminino e em doentes com internamentos anteriores por asma. O aumento da mortalidade por asma atinge em particular os doentes jovens economicamente desfavorecidos, pela dificuldade no acesso aos cuidados de saúde e na compra dos medicamentos, por utilizarem com menor frequência os tratamentos de crise e de fundo. Os factores psicológicos podem predispor à morte por asma no adolescente, sendo relevantes a subvalo-rização e a negação da doença por parte do doente ou da família Verificase por outro lado, um aumento da prevalência da depressão e do desespero nas cnanças com asma grave. As reacçõs psicológicas face a acontecimentos negauvos, como a morte de um ente próximo, a perda de emprego, conflitos familiares, provocam maior

  18. Risco ou vulnerabilidade social? = Social vulnerability or risk?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janczura, Rosane

    2012-01-01

    Full Text Available Neste artigo abordam-se, em primeiro lugar, as definições de risco e vulnerabilidade, afirmando que ambas só podem ser entendidas quando associadas a diferentes contextos histórico-sociais e a diferentes áreas científicas que as desenvolveram para dar conta de seus objetos. Em segundo lugar, é defendida a ideia de que são conceitos distintos, mas intrinsecamente relacionados, pois, enquanto risco se refere às condições fragilizadas da sociedade tecnológica contemporânea, vulnerabilidade identifica a condição dos indivíduos nessa sociedade. Finalmente, concorda que a sociedade pós-industrial é uma sociedade de risco, principalmente pelos efeitos que a tecnologia e a globalização econômica produziram

  19. Meteorological factors and Asian soybean rust epidemics: a systems approach and implications for risk assessment Fatores meteorológicos e as epidemias de ferrugem asiática: uma abordagem sistêmica e implicações na avaliação de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emerson Medeiros Del Ponte

    2008-12-01

    Full Text Available Favorable meteorological and environmental conditions are critical components that affect Asian soybean rust (ASR, caused by Phakopsora pachyrhizi, the most damaging fungal disease of soybean. In this review, we used available knowledge on the effect of meteorological factors affecting the disease to construct a systems-based approach to understand the risk of ASR epidemics. The systems approach is based on a hierarchical framework where relevant environmental factors that affect the key stages of the ASR disease cycle are identified and this included both aerobiological and epidemiological components. The formal framework we used examined the following epidemic characteristics: spore release, spore dispersal, spore deposition, infection efficiency, latent period and spore production. It provided the ability to identify the most important meteorological-related factors along with relevant knowledge gaps from which the implications for disease forecasting were described. This is new information that can be used as a guide for further epidemiological research and especially to develop and improve upon both local and regional risk models.Condições meteorológicas e ambientais são componentes críticos nas epidemias de ferrugem asiática da soja (FAS, doença causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi e que causa o maior dano na cultura da soja. Nesta revisão, o conhecimento sobre o efeito de fatores meteorológicos que influenciam nas epidemias foi usado para construir uma abordagem sistêmica para compreender o risco de epidemias de FAS. Esta é baseada em uma estrutura hierárquica onde os fatores relevantes que afetam os estágios chave no ciclo da doença foram delineados, incluindo os componentes aerobiológicos e epidemiológicos. As seguintes características epidemiológicas foram avaliadas: liberação de esporos, dispersão de esporos, deposição de esporos, eficiência de infecção, período latente e produção de esporos. O

  20. Analise de risco e retorno: o índice “beta" como medida de risco sistemático

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luzia Maria Mazzeo

    1988-08-01

    Full Text Available This study shows the validity of the index "beta" as a measure of systematic risk in financial markets. It discusses the theoretical model of asset valuation and the close correlation between asset prices and their risk levels. O presente estudo mostra a validade do índice "beta" como medida de risco sistemático no mercado financeiro. Discute-se modelo teórico de avaliação de ativos -CAPM -e a estreita correlação existente entre os preços dos ativos e seus respectivos níveis de risco.

  1. Sobre os conceitos de risco em Luhmann e Giddens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Luz David

    2011-11-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2011v8n1p30 O presente artigo discute as contribuições de Anthony Giddens e Niklas Luhmann para uma melhor definição do conceito de risco, tendo em vista o rigor teórico de ambos os autores. Inicialmente é feita uma breve exposição sobre como o conceito de risco passou a ser utilizado na Modernidade e recebeu a atenção de autores das Ciências Sociais, principalmente a partir da abordagem cultura proposta por Mary Douglas. Em seguida, as definições e correspondentes argumentos sobre o conceito de risco em Luhmann e Giddens são apresentados respectivamente. Finalmente, alguns pontos de distanciamento entre os autores são discutidos e de que maneira cada um contribuiu para o debate sobre os riscos na teoria social e para o diagnóstico da Modernidade.

  2. Percepção de risco do Motociclista Infrator

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cassiano Ferreira Novo

    Full Text Available Resumo Embora a motocicleta represente alternativa para os usuários que desejam maior agilidade e mobilidade em um contexto balizado por congestionamentos e pela pressão do tempo, é também responsável pelo aumento de acidentes de trânsito nas vias urbanas. Uma das principais causas de acidentes de trânsito está relacionada às infrações cometidas. O debate sobre os fatores que influenciam o comportamento infrator perpassa a investigação de dimensões do processo decisório balizador da conduta indesejada, que é realizada com utilização do paradigma psicométrico da percepção de risco, fornecendo elementos teóricos utilizados nesta pesquisa para investigar a percepção de risco do motociclista infrator. Quatro das principais infrações de trânsito cometidas no Paraná e destacadas em acidentes com motociclistas foram analisadas: excesso de velocidade, avanço de sinal vermelho, uso de celular durante a direção e embriaguez na condução. Foram entrevistados 90 motociclistas infratores, que frequentavam o Curso de Reciclagem do DETRAN/PR em Curitiba, por meio da aplicação de questionário com perguntas fechadas e abertas. Os resultados da pesquisa indicam que o cometimento das infrações está relacionado à familiaridade com a conduta arriscada, à quantidade de risco percebido, à ideia de controle dos riscos e aos benefícios associados, corroborando o paradigma psicométrico da percepção de risco.

  3. Risco de suicídio em gestantes de alto risco: um estudo exploratório Risk of suicide in high risk pregnancy: an exploratory study

    OpenAIRE

    Gláucia Rosana Guerra Benute; Roseli Mieko Yamamoto Nomura; Vanessa Marques Ferreira Jorge; Daniele Nonnenmacher; Renério Fráguas Junior; Mara Cristina Souza de Lucia; Marcelo Zugaib

    2011-01-01

    OBJETIVO: Identificar o risco para comportamento suicida em gestantes de alto risco em um hospital público de São Paulo. MÉTODOS: Foi realizada entrevista semiestruturada com questionário previamente elaborado com cada uma das participantes (n = 268). O risco para suicídio foi identificado por meio da versão em português do PRIME-MD. RESULTADOS: A média de idade foi de 29 anos (SD = 0,507) e 30 semanas gestacionais (SD = 0,556). Constatou-se risco específico para suicídio em 5% (n = 14) do to...

  4. Prevalência de dislipidemias e fatores de risco associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Braz de Oliveira

    2017-10-01

    Full Text Available Introdução: A dislipidemia caracteriza-se pela elevação dos níveis plasmáticos de colesterol de baixa densidade (LDL-c, redução dos níveis de colesterol de alta densidade (HDL-c e/ou aumento de triglicérides (TG. Essas alterações evidenciam o risco para doenças cardiovasculares (DCV e uma alta probabilidade de ocorrência de morte por eventos coronarianos. Objetivo: Avaliar a prevalência de dislipidemia e fatores de risco associados em pacientes ambulatoriais do hospital universitário da Universidade Federal do Piauí. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, no qual a amostra foi constituída por 124 pacientes. Foram analisados os principais fatores de risco modificáveis: sobrepeso e sedentarismo, e não modificáveis: idade e sexo. Resultados: Foram selecionados 137 pacientes para participarem do estudo, porém 13 foram excluídos, pois apresentavam dados incompletos, permanecendo 124 pacientes. Os fatores de risco modificáveis mais prevalentes no estudo foram sobrepeso (75,86% nos homens com dislipidemia e 84,48% nas mulheres com dislipidemia. O sedentarismo foi observado em 69% dos homens com dislipidemia e 61% das mulheres com dislipidemia. Os fatores de risco associados à dislipidemia foram a hipertensão, o diabetes mellitus e o tabagismo. Conclusões: A partir da realização deste estudo foi possível concluir que a maioria dos pacientes não tinha conhecimento prévio de seu perfil lipídico; a dislipidemia mais prevalente foi a hipertrigliceridemia isolada e o fator de risco mais prevalente foi o sobrepeso. Faz-se necessário o maior acompanhamento desses pacientes, aconselhando-os em relação a seus hábitos de vida para que possam ter uma melhor qualidade de vida.

  5. Desastres naturais: convivência com o risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SAMIA NASCIMENTO SULAIMAN

    Full Text Available RESUMO Estudos sobre riscos de desastres naturais têm-se aprimorado de uma abordagem fisicalista para uma perspectiva socioambiental. No entanto, planejamento e gestão ainda seguem o paradigma antropocêntrico da superioridade humana e do poder ilimitado da ciência e tecnologia. Evidencia-se uma incapacidade cognitiva, cultural e de ação por parte de especialistas, científicos e tomadores de decisão (claimmakers para identificar e atuar sobre as causas sociais da produção de risco. Frente a uma ciência cartesiana e positivista na resolução de problemas, baseada na segurança e controle sobre o mundo natural, propõe-se uma ciência pós-normal que considera os riscos e incertezas do conhecimento científico e das problemáticas ambientais. Essa nova proposta também incide sobre a participação e o diálogo entre stakeholders como referência para ampliar a qualidade do saber científico e o entendimento da complexidade das questões ambientais. Este artigo discute a necessidade de se promover um salto epistemológico sobre a forma de pensar e produzir conhecimentos, bem como implementar a gestão dos riscos de desastres, tendo como objeto de estudo processos de comunicação e educação para prevenção de desastres.

  6. Café e factores de risco Cardiovascular.

    OpenAIRE

    Santos, Alejandro

    2008-01-01

    O café é uma complexa mistura de compostos dos quais se destacam o ácido clorogénico, a cafeína e os diterpenos cafestol e kahweol. Vários estudos prospectivos de coorte não encontraram relação entre o consumo de café e risco aumentado de doença cardiovascular. (...)

  7. Trabalho e riscos de adoecimento: um estudo entre policiais civis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Cristine Cavalcante Anchieta

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar a percepção que os policiais civis do DF têm sobre o seu contexto de trabalho, suas exigências, assim como as vivências e os problemas físicos, psicológicos e sociais causados pelo trabalho, procurando fazer inferências sobre as estratégias de mediação utilizadas para evitar o sofrimento e os riscos de adoecimento. Foi aplicado o Inventário do Trabalho e Riscos de Adoecimento (ITRA em 160 policiais civis, homens e mulheres, recém empossados na Instituição (tempo médio de oito meses de ingresso na Instituição. Os resultados indicaram que, apesar de não ficarem evidentes danos graves à saúde do policial novato, há riscos de acontecerem falhas nas estratégias de mediação em relação a fatores que levam ao adoecimento.

  8. Fatores de risco para retinopatia diabética

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Boelter Maria Cristina

    2003-01-01

    Full Text Available A retinopatia diabética (RD é uma complicação crônica do diabete melito (DM que, após 20 anos de duração de diabete melito, ocorre em 99% dos pacientes com diabete melito tipo 1 e em 60% dos pacientes com diabete melito tipo 2, sendo a principal causa de cegueira em adultos. Níveis de glicose e pressão arterial elevados, junto com longo tempo de duração do DM, são os principais fatores de risco. Os fatores de risco para retinopatia diabética podem ser classificados como genéticos e não genéticos, onde estão incluídos aqueles relacionados ou não ao diabete melito, ambientais e oculares. O controle dos fatores de risco conhecidos e o tratamento adequado são a principal base do manejo da retinopatia diabética. O objetivo desta revisão é fornecer ao oftalmologista uma informação atualizada destes fatores, com ênfase no aspecto preventivo de perdas visuais no paciente com diabete melito.

  9. Riscos cardiovasculares em adolescentes com diferentes graus de obesidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Silvia Ferrari Lavrador

    2011-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Há poucos estudos sobre riscos cardiovasculares em adolescentes com diferentes graus de obesidade. OBJETIVO: Avaliar repercussões metabólicas associadas a diferentes graus de obesidade em adolescentes e seu impacto nos riscos cardiovasculares. MÉTODOS: Estudo transversal com 80 adolescentes obesos, divididos em dois grupos: 22,5, denominados obesos com menor e maior grau de obesidade, respectivamente. Foram realizados exame físico e avaliação bioquímica e de composição corporal. Para a análise estatística, foram aplicados os testes t-Student e qui-quadrado, com a finalidade de comparar os dois grupos. Modelo logístico múltiplo foi utilizado para verificar as associações entre variáveis bioquímicas e grau de obesidade. Foram desenvolvidos escores de risco para doença cardiovascular, de acordo com o número de alterações encontradas nas seguintes variáveis: glicemia de jejum, triglicérides, HDL e PA. Foram verificadas associações entre esses escores e o grau de obesidade. RESULTADOS: Os dois grupos diferiram em valores de peso, circunferência da cintura, glicemia e insulina de jejum, HOMA-IR, triglicérides, HDL, PA e medidas de composição corporal (p<0,05. Os adolescentes com maior grau de obesidade apresentaram maiores frequências de alterações para glicemia, HOMA-IR, triglicérides, HDL e pressão arterial (p<0,05. O modelo logístico mostrou associações entre o grau de obesidade e as variáveis: HDL (OR=5,43, PA (OR=4,29, TG (OR=3,12. O escore de risco demonstrou que 57,7% dos adolescentes com maiores graus de obesidade tinham duas ou mais alterações metabólicas para 16,7% do outro grupo (p<0,001. CONCLUSÃO: O grau da obesidade influenciou no aparecimento de alterações que compõem a síndrome metabólica, aumentando o risco cardiovascular.

  10. Lógica nebulosa para avaliar riscos na auditoria Fuzzy logic for risk assessment in auditing

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jerônimo Antunes

    2006-08-01

    Full Text Available A avaliação dos riscos de que os controles internos de uma entidade possam falhar constitui-se em significativo desafio para os auditores independentes de demonstrações contábeis. As metodologias de trabalho empregadas para tal finalidade, normalmente, utilizam a lógica clássica, ou também denominada binária, presumindo que os fatores de riscos estão presentes, ou não, em um determinado tipo de processo de controle. O objetivo deste trabalho foi conceber um modelo de avaliação de risco dos controles internos de uma entidade utilizando a lógica nebulosa (fuzzy logic, para contemplar os elementos difusos que compõem os fatores desse tipo de risco analisados na auditoria de demonstrações contábeis. A validação conceitual do modelo concebido foi realizada por meio de entrevistas e debates com especialistas em auditoria de demonstrações contábeis e com consultas a bibliografias relevantes pertinentes. Como conclusão do estudo, ficou patente que o modelo de avaliação de risco, com o uso da lógica nebulosa, elimina a restrição binária da lógica clássica e permite tratar, de forma quantitativa, conceitos ambíguos através da aplicação de uma escala psicométrica, para refl etir predicados tais como: "muito bom", "bom", "razoável", "de grande importância", "de pouca importância" etc., tendo potencial para produzir resultados mais amplos e próximos da realidade.The assessment of the risks that an entity's internal control system may fail represents a significant challenge to independent auditors. The methodologies used to audit financial statements are usually supported by classical logic, also called binary logic, departing from the relatively simplistic premise that risk factors are either present or not in a certain kind of control process. This study aimed to conceive a risk assessment model for an entity's internal control system, using the fuzzy logic approach, to take into account the diffuse elements that

  11. Avaliação do risco da empresa - Estudo introdutório

    OpenAIRE

    José Roberto Securato

    2008-01-01

    A Moderna Teoria de Finanças tem se desenvolvido com a introdução do conceito e medida do risco, nas várias atividades financeiras. A Teoria de Markowitz o Valor em Risco das Carteiras dos Bancos são exemplos de estudos de aplicações nesta linha. O presente texto trata da forma de avaliação do risco da empresa, particularmente do Valor em Risco do Patrimônio Liquido de uma empresa, entendido como a perda possível de patrimônio, em um prazo fixado, para um determinado intervalo de confiança. ...

  12. Risco fetal de anomalias congénitas com base na idade materna em Portugal

    OpenAIRE

    Braz, Paula; Machado, Ausenda; Dias, Carlos Matias

    2012-01-01

    Introdução A idade materna é um reconhecido fator de risco para a mortalidade e morbilidade fetais. O risco de ter um filho com uma anomalia cromossómica, nomeadamente trissomia 21, é maior entre as grávidas com mais de 35 anos. Já as grávidas adolescentes têm baixo risco de trissomias mas um maior risco de anomalias não cromossómicas, designadamente defeitos do encerramento da parede abdominal. Nos últimos anos, a idade materna à data do parto tem vindo a aumentar em Portugal como noutros...

  13. IDENTIFACAÇÃO DE EVENTOS DE RISCO DO AGRONEGÓCIO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Gonçalves de Faria Corrêa

    2017-04-01

    Full Text Available Através de uma contextualização inicial sobre a gestão de riscos no agronegócio, este trabalho se propõe a identificar os principais eventos de risco do agronegócio. A realização desta atividade se justifica pelo fato de ela ser uma etapa fundamental para o processo de gestão de riscos. Através de uma revisão sistemática da bibliografia, são encontrados mais de 1997 artigos, dos quais 57 são selecionados para fornecerem os principais eventos de risco agropecuários. Como resultado, encontraram-se oito categorias de eventos de riscos para 86 eventos de risco. As principais fontes de risco são de produção e do mercado. Esta compilação de eventos de riscos é oportuna para o desenvolvimento da gestão de riscos no agronegócio.

  14. Fatores de risco para o despertar intraoperatório

    OpenAIRE

    Nunes, Rogean Rodrigues; Porto, Victor Camarão; Miranda, Vivianne Trevia; Andrade, Nayanna Quezado de; Carneiro, Lara Moreira Mendes

    2012-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O despertar intraoperatório, evento adverso na anestesia geral, pode ocorrer em cerca de 20.000 casos por ano, o que em si justifica o estudo dos fatores de risco deste evento. O objetivo deste estudo foi fazer uma revisão sobre o tema com a finalidade de diminuir a incidência do despertar intraoperatório e das sequelas psicológicas decorrentes deste incidente, que podem resultar em síndrome de estresse pós-traumático com repercussões negativas sobre o desempenho so...

  15. Hipercolesterolemia em escolares e seus fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coronelli Cleunice Luzia Smania

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores de risco da hipercolesterolemia em escolares de sete a dez anos de idade. MÉTODOS: Estudo caso-controle, desenvolvido com 172 escolares do Município de Campinas, SP, pareados conforme sexo e trimestre de idade. Considerou-se caso a hipercolesterolemia, diagnosticada quando a criança apresentava colesterol superscript three200 mg/dL, e controle quando a criança apresentava colesterol entre 140 e 170 mg/dL. Além da coleta de sangue para a dosagem do nível de colesterol, foram levantados dados sobre pressão arterial, índice de massa corporal e história familiar de doenças cardiovasculares. Os dados foram analisados por correlação bivariada usando o teste t para as variáveis quantitativas e o qui-quadrado para a história familiar de doenças cardiovasculares. O odds-ratio foi usado para estimar o risco de hipercolesterolemia. RESULTADOS: A média do colesterol encontrada foi de 215 mg/dL nos casos e de 154 mg/dL nos controles. A média da pressão arterial sistólica foi de 107 mmHg nos casos e de 106 mmHg nos controles e da diastólica foi de 67 mmHg nos casos e 68 mmHg nos controles. O índice de massa corporal (Kg/msuperscript two apresentou média de 18,2 nos casos e de 17,1 nos controles. A análise bivariada mostrou associação entre hipercolesterolemia e índice de massa corporal (p=0,048. O odds ratio apontou a obesidade como fator de risco para a hipercolesterolemia (OR=2,17; IC=1,05 a 4,45. CONCLUSÕES: Os resultados apontaram a obesidade como fator de risco da hipercolesterolemia.

  16. Hipercolesterolemia em escolares e seus fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleunice Luzia Smania Coronelli

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores de risco da hipercolesterolemia em escolares de sete a dez anos de idade. MÉTODOS: Estudo caso-controle, desenvolvido com 172 escolares do Município de Campinas, SP, pareados conforme sexo e trimestre de idade. Considerou-se caso a hipercolesterolemia, diagnosticada quando a criança apresentava colesterol ³200 mg/dL, e controle quando a criança apresentava colesterol entre 140 e 170 mg/dL. Além da coleta de sangue para a dosagem do nível de colesterol, foram levantados dados sobre pressão arterial, índice de massa corporal e história familiar de doenças cardiovasculares. Os dados foram analisados por correlação bivariada usando o teste t para as variáveis quantitativas e o qui-quadrado para a história familiar de doenças cardiovasculares. O odds-ratio foi usado para estimar o risco de hipercolesterolemia. RESULTADOS: A média do colesterol encontrada foi de 215 mg/dL nos casos e de 154 mg/dL nos controles. A média da pressão arterial sistólica foi de 107 mmHg nos casos e de 106 mmHg nos controles e da diastólica foi de 67 mmHg nos casos e 68 mmHg nos controles. O índice de massa corporal (Kg/m² apresentou média de 18,2 nos casos e de 17,1 nos controles. A análise bivariada mostrou associação entre hipercolesterolemia e índice de massa corporal (p=0,048. O odds ratio apontou a obesidade como fator de risco para a hipercolesterolemia (OR=2,17; IC=1,05 a 4,45. CONCLUSÕES: Os resultados apontaram a obesidade como fator de risco da hipercolesterolemia.

  17. Prevalência de fatores de risco coronariano em praticantes de futebol recreacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    P.H.G. Gomides

    2016-06-01

    Conclusão: Os fatores de risco coronariano mais prevalentes nos praticantes de futebol recreacional foram o excesso de peso, o sedentarismo e a hipercolesterolemia, apresentando classificação de risco médio e crescimento com o aumento da idade, sobretudo após os 31 anos.

  18. ROTA DE RISCO DA NANOTECNOLOGIA: UMA VISÃO GERAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Simone de Menezes Alencar

    2012-01-01

    Full Text Available Desenvolvimentos em nanotecnologia continuam a ser produzidos a taxas exponenciais para uma ampla e diversificada gama de aplicações.Neste trabalho foi feito um estudo de prospecção tecnológica em nanotecnologia discutindo a sua evolução e implicações para a saúde humana e ambiental. Também foi trazido para discussão às associações e aplicações benéficas com o desenvolvimento de produtos nanoengenheirados, pendentes em avaliação de risco. Tem-se como meta subsidiaros formuladores de políticas públicas sobre riscos envolvendo nanotecnologia e saúde por ser uma área estratégica na política de Ciência, Tecnologia e Inovação do país. É fundamental que a saúde e o ambiente estejam sempre, direta ou indiretamente, envolvidos em variadas pesquisas para o entendimento das causas de acometimentos e para odesenvolvimento de procedimentos de controle de forma a evita-los, propiciando resultados exequíveis, confiáveis e seguros.

  19. Critical notes on microbiological risk assessment of food Avaliação de risco microbiológico em alimentos: avaliação crítica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martine W. Reij

    2000-03-01

    Full Text Available Although numerous papers on Microbiological Risk Assessment (MRA of food products have been published, a number of issues related to it remain unresolved. This paper explains the role of Microbiological Risk Assessment in the context of Risk Analysis as outlined by Codex Alimentarius. It reviews some representative work in the area, with particular emphasis on the objectives, outputs and conclusions of the studies, and on how researchers propose using the resulting Risk Estimate for decision making. Several problems and sources of confusion concerning MRA are identified, such as terminology, the application of Risk Estimates to establish Food Safety Objectives and microbiological criteria for foods, lack of data, and the difference between Risk Assessment and the Hazard Analysis and Critical Control Point system (HACCP. In the context of Codex Alimentarius, MRA was developed as a tool for decision making and priority setting by government risk managers. However, elements of Risk Assessment can be used for other purposes. A transparent description of a Risk Assessment study is useful for Risk Communication. Industrial food safety managers can compare the effect of various hypothetical production scenarios using estimates of the level and the probability of a pathogen in the product at the time that it is consumed. This limited form of Risk Assessment could better be called Safety Assessment, and can be used as a tool for food product and process development.Embora inúmeros artigos já tenham sido publicados sobre Avaliação de Risco Microbiológico em alimentos, vários aspectos relacionados ao assunto continuam incompletos. O presente artigo explica o papel da Avaliação de Risco Microbiológico no contexto da Análise de Risco, segundo o Codex Alimentarius. Este trabalho revê alguns artigos representativos na área, com particular ênfase nos objetivos, resultados e conclusões dos estudos, e em como os pesquisadores usam os resultados do

  20. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almeida Márcia Furquim de

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.

  1. O Antropoceno: Entre o risco e a oportunidad6

    OpenAIRE

    Vilches Peña, Amparo; Gil Pérez, Daniel; Praia, Joao

    2008-01-01

    Neste artigo analisam-se as razões que têm levado a falar do Antropoceno como uma nova era geológica, marcada pelo facto de as grandes mudanças no planeta - e, mais concretamente, na biosfera - serem devidas à acção humana. Por outro lado, tenta-se mostrar que esta nova era não pode ser olhada unicamente como uma situação de risco, mas antes como uma oportunidade para romper com comportamentos humanos que têm conduzido a uma situação de emergência planetária e comprometermo-nos decididamente ...

  2. Consumismo, uso de drogas e criminalidade: riscos e responsabilidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Conte

    Full Text Available Este artigo aborda o tema consumismo, suas relações com o uso de drogas, com a criminalidade e os efeitos sobre as subjetividades na sociedade contemporânea. Em fundamentações no campo da Psicanálise, da Filosofia, da Sociologia e do Direito, buscou-se a análise da complexidade do entrelaçamento desses fenômenos, visando a subsidiar os debates e políticas que incidam no tema em questão em uma sociedade de risco. Para tanto, parte-se de leitura transdisciplinar de dados colhidos em entrevistas e em grupo de discussão, realizados com apenados que cumpriam pena em duas cidades da região metropolitana de Porto Alegre. Em tais atividades, os temas Justiça, droga e consumismo tiveram presença preponderante.

  3. Riscos para a saúde de complexos mineiros abandonados

    OpenAIRE

    Gomes, Maria José Almendra Rodrigues

    1999-01-01

    A saúde e a doença não são fenómenos isolados nem opostos, mas ambos o resultado da interacção entre o Homem e o ambiente que o rodeia. A identificação dos factores de risco e do perigo real para a saúde de uma população, existentes em cada ambiente de vida humana, é indispensável para a planificação de programas de prevenção e promoção da saúde. O conceito de meio ambiente supõe considerações de ordem física, química, biológica e social que de forma directa ou indirecta, incidem na saúde ou ...

  4. Carry Trade e Risco Cambial: um Conto de Dois Fatores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alex Luiz Ferreira

    2015-12-01

    Full Text Available Retornos da estratégia de carry trade tem sido explicados usando-se funções de utilidade inseparáveis no tempo que permitem prêmios de risco voláteis. Tipicamente tais funções mimetizam as preferências de economia fechada que dependem de bens duráveis e não duráveis. Este trabalho retorna a uma classificação mais tradicional, em macroeconomia internacional, de consumo entre bens domésticos e importados. O modelo é aplicado para países que representam 98,2% do volume mundial do comércio bilateral de câmbio. Reporta-se uma melhora acentuada na significância dos betas de consumo.

  5. ROTA DE RISCO DA NANOTECNOLOGIA: UMA VISÃO GERAL

    OpenAIRE

    Maria Simone de Menezes Alencar; Aldo Pacheco Ferreira; Leonardo da Silva Sant’Anna

    2012-01-01

    Desenvolvimentos em nanotecnologia continuam a ser produzidos a taxas exponenciais para uma ampla e diversificada gama de aplicações.Neste trabalho foi feito um estudo de prospecção tecnológica em nanotecnologia discutindo a sua evolução e implicações para a saúde humana e ambiental. Também foi trazido para discussão às associações e aplicações benéficas com o desenvolvimento de produtos nanoengenheirados, pendentes em avaliação de risco. Tem-se como meta subsidiaros formuladores de políticas...

  6. Fatores de risco cardiovascular em alcoolistas em tratamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayla Cardoso Fernandes Toffolo

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de fatores de risco cardiovascular, com ênfase na hipertensão e na adiposidade corporal, em alcoolistas abstinentes ou não abstinentes em tratamento. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal com 65 pacientes alcoolistas em tratamento no CAP-Sad. O grau de dependência do álcool foi avaliado pelo SADD (Short Alcohol Dependence Data e o uso de outras drogas, pelo ASSIST (Alcohol Smoking and Substance Involvement Screening Test. Foram avaliados o perfil bioquímico e o antropométrico dos usuários. RESULTADOS: Participaram do estudo 42 homens e 23 mulheres. A maioria dos participantes (67,74% apresentou dependência alcoólica grave, com uso de álcool associado principalmente a cigarro (66,15%. A média da circunferência da cintura (CC foi significativamente maior entre os abstinentes, em comparação aos não abstinentes (AB: 88,15 ± 15,95 x NA: 81,04 ± 9,86; p = 0,03. Pacientes abstinentes há mais tempo tiveram maior sobrepeso/obesidade e adiposidade abdominal (CC do que os não abstinentes e abstinentes recentes, com razão de chances de 5,25. Os abstinentes apresentaram razão de chances de 3,38 para %GC acima da média, independente do tempo de abstinência. CONCLUSÃO: Pacientes alcoolistas abstinentes apresentam mais sobrepeso/ obesidade, adiposidade corporal (%GC e abdominal (CC do que os não abstinentes. É importante o acompanhamento multiprofissional no tratamento de alcoolistas com abordagem para fatores de risco cardiovasculares, principalmente evitando o ganho de peso.

  7. Micromortevida Severina? A comunicação preemptiva dos riscos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis David Castiel

    2017-08-01

    Full Text Available Resumo: Este ensaio problematiza a abordagem dominante da comunicação dos riscos em saúde. Para isso, acessa e toma para análise conteúdos provenientes tanto de autores que se apresentam como especialistas na área de comunicação de riscos quanto de sequências de mídia audiovisual de amplo acesso. Enquanto parece se configurar uma área de mediação entre expertos e leigos, potencial geradora de inovação tecnológica e de mercadorias passíveis de serem consumidas, a comunicação de riscos em saúde ocupa um lugar biopolítico de reforço da culpabilização dos indivíduos e de propostas individualizantes de evitação dos riscos. O apagamento dos contextos em que ocorrem as exposições ao risco alimenta e é alimentado pela conjuntura neoliberal em que vivemos. Além das tentativas de mediação que são muitas vezes problemáticas, a perspectiva de gestão racional e individual dos riscos, por mais aparelhada por tecnologias inovadoras, não minimiza a precariedade contextual em que ocorre a produção dos riscos sanitários. Paradoxalmente, a crença na gestão dos riscos, presente na abordagem dominante da comunicação dos riscos em saúde, acaba por produzir moralização, ansiedade e mal-estar.

  8. Modelo Multicritério de Gerenciamento de Riscos Em Projetos

    OpenAIRE

    WEBER, Carla Manoela

    2012-01-01

    Atualmente pode-se afirmar que há um consenso na literatura de que gerenciamento de riscos é fundamental para alcançar o sucesso no projeto. Para maioria das pessoas, risco é sinônimo de consequências adversas, tais como perdas financeiras e perigos de acidentes e catástrofes. Porém, na gestão de projetos, o risco pode ser definido como um evento incerto ou condição que, se vier a ocorrer, tem um efeito positivo ou negativo sobre os objetivos do projeto. Há diversos modelos de gerenciamento d...

  9. Fatores de risco para dependência de álcool em adolescentes

    OpenAIRE

    Rozin, Leandro; Zagonel, Ivete Palmira Sanson

    2012-01-01

    OBJETIVO: Identificar os fatores de risco para dependência do álcool na adolescência. MÉTODOS: Revisão integrativa com 21 artigos publicados entre 2000 e 2009, capturados nas bases de dados LILACS, BVS, MEDLINE, COCHRANE e IBECS com as palavras-chave: adolescência, risco para dependência e álcool. RESULTADOS: Há evidências de que o álcool é a droga mais consumida por adolescentes, com início entre 14 a 16 anos. Os fatores de risco para dependência estão relacionados ao início precoce do uso, ...

  10. Risco de queda em idosos institucionalizados com doença de Alzheimer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Lima Ferreira

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo objetivou avaliar o risco de queda em idosos portadores de doença de Alzheimer, residentes em uma Instituição de Longa Permanência, por meio da escala de Tinetti, e correlacionar os dados com os escores de risco. Foram avaliados 20 idosos, a maioria (75% do sexo feminino com idade média de 77,8 ± 10,3 anos. Foram encontrados maiores escores para alto risco de queda nos idosos portadores de DA (70% com um coeficiente de correlação (r = 0,9999 extremamente significante (p = 0,0079.

  11. Processo de enfermagem: acolhimento com classificação de risco a gestante

    OpenAIRE

    Souza, Bruna Mazon e; Rocha, Ivanilde Marques da Silva; Lima, Anderson Luiz da Silva

    2016-01-01

    O Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) é um marcador que permite avaliar o risco do paciente e atender os casos urgentes com prioridade. O objetivo deste estudo foi descrever importância da participação da enfermagem no processo de acolhimento com classificação de risco para gestantes. Trata-se de uma revisão da literatura, utilizando as bases de dados LILACS e SCIELO, foram utilizadas publicações entre 2009 e 2016. O ACCR é um excelente recurso que deve ser utilizado em todas as mat...

  12. Riscos ocupacionais em UTI: proteção específica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Natividade Abreu da Costa

    1989-12-01

    Full Text Available Aponta os riscos ocupacionais que a equipe multiprofissional se expõe diariamente. Na tentativa de minimizar os riscos existentes são traçadas medidas de proteção especffica que se estendem desde a planta física ao preparo técnico dos funcionários. São utilizadas como variáveis o trinomio ambiente/paciente/equipe de enfermagem, relacionando assim os riscos e a proteção específica.

  13. LER/DORT: que métodos de avaliação do risco?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Florentino Serranheira

    Full Text Available O processo de seleção dos métodos observacionais de avaliação do risco de LER/DORT é complexo, mas fundamental para a gestão do risco. Em Setúbal, no período de 2004 a 2005, numa empresa portuguesa da indústria automobilística, onde a avaliação do risco foi previamente efetuada, reaplicou-se o método OCRA checklist (avaliação do risco de LER/DORT ao nível dos membros superiores em postos de trabalho (n=152 - montagem final e pintura - classificados de risco moderado/elevado (OCRA >16,5. Nas situações em que se reconfirmou a presença de risco (n=71, aplicaram-se três outros métodos: RULA, SI e HAL. Registraram-se sequências em vídeo da atividade de trabalho para avaliar a validade preditiva dos métodos. Revelam-se divergências entre os métodos na classificação dos postos de trabalho de risco elevado: OCRA - 34 postos; HAL - 35 postos; SI - 31 postos; RULA - 7 postos. A análise do efeito de cada variável independente (fator de risco nos scores finais dos métodos (regressão linear multivariada revela distintos contributos e processos de ponderação/avaliação do risco de LER/DORT. A análise dos registros em vídeo evidencia diversas validades preditivas relativamente aos fatores de risco integrantes dos métodos aplicados. Os resultados indicam a necessidade de uma seleção do método de avaliação do risco de LER/DORT adequada a cada situação (real de trabalho, baseada no maior conhecimento dos métodos.

  14. O sentido do risco The meaning of risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Salvatore La Mendola

    2005-11-01

    Full Text Available O risco é um tema central da cultura da modernidade. A cultura dominante na modernidade tem a pretensão de afirmar como universal a idéia de que o perigo deve ser enfrentado segundo os princípios do racionalismo individualista e utilitarista, que devem guiar o agente que assume a responsabilidade pelo risco. O risco adquire forma e relevância particulares para a fase juvenil na medida em que representa um processo de construção, experimentação e afirmação da própria identidade. Um processo cada vez mais fragmentado e ambíguo que, atualmente, realiza-se por meio de um alongamento da transição à vida adulta no âmbito de uma dinâmica geral de desinstitucionalização do curso da vida. Está em jogo aqui outro impulso típico da modernidade: o da reflexividade que, como sugere Giddens, é o desafio crucial da fase radical da modernidade. Podemos reconhecer nas ações dos jovens, em particular precisamente naquelas de tipo arriscado, a realização do imperativo de duvidar: por meio de seu agir, cancelam a suspensão da dúvida e realizam uma forma pragmática de reflexividade. A modernidade radical encontra-se diante de desafios. Tem, antes de tudo, a necessidade de identificar palcos para a construção e a experimentação pragmática de dinâmicas de confiança. Deve, além disso, mostrar-se capaz de consentir no aumento do poder decisório dos sujeitos, inscrevendo o emprego de tais poderes em vínculos sociais que, além de demonstrarem-se efetivamente eficazes e não ambivalentes, consigam, ao mesmo tempo, levar em conta tanto a dimensão emocional como as necessidades de confiabilidade relacional das pessoas envolvidas.The risk is a central theme of the culture in modernity. The dominant culture in modernity has the pretension of affirming as universal the idea that dangers should be faced according to the principles of individualistic rationalism and utilitarianism that should guide the agent that takes the responsibility

  15. Risco para depressão, ansiedade e alcoolismo entre trabalhadores informais.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanna Fernandes de Oliveira

    2010-06-01

    Full Text Available A OMS aponta que os transtornos mentais menores acometem cerca de 30% dos trabalhadores ocupados e os transtornos mentais graves, 5 a 10%. Esta pesquisa objetivou identificar o risco, o perfil sociodemográfico e os fatores de risco para depressão, ansiedade e alcoolismo entre 86 trabalhadores informais no município de João Pessoa – PB, no período de agosto de 2006 a outubro de 2007. Trata-se de um estudo individuado, observacional, de corte transversal. Os dados foram coletados através dos questionários SRQ-20, CAGE e de um questionário sobre fatores de risco da saúde mental. Para a análise, utilizou-se o software SPSS 15.0. O risco para depressão e ansiedade foi apresentado por 31,4% da amostra, e o risco para alcoolismo, por 24,4%. Os dados sociodemográficos comuns aos riscos estudados foram: predominância da idade de 21 a 40 anos e da renda mensal de um a três salários mínimos. Os fatores de risco sobrecarga de trabalho e tempo insuficiente para lazer foram associados aos riscos para depressão, ansiedade e alcoolismo. Ressalta-se a necessidade deelaboração de ações de saúde mental que minimizem o sofrimento desses trabalhadores, melhorando sua qualidade de vida. A terapia comunitária é indicada como uma ação de prevenção do adoecimento mental.

  16. Riscos e doenças ocupacionais relacionados ao exercício da anestesiologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Volquind

    2013-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O exercício da anestesiologia não é isento de riscos para o anestesiologista. Considerada um local de trabalho insalubre em razão dos riscos potenciais que oferece, a sala de operações (SO é o local no qual o anestesiologista passa a maior parte do tempo. Nesta revisão, propomos uma análise dos riscos ocupacionais aos quais estão expostos os anestesiologistas em sua prática diária. CONTEÚDO: Apresentamos a classificação dos riscos e suas relações com as doenças ocupacionais. CONCLUSÃO: O controle dos riscos ocupacionais, aos quais os anestesiologistas são expostos diariamente, se faz necessário para o desenvolvimento de um local de trabalho adequado e com riscos reduzidos para a boa prática da anestesiologia. Isso contribui para a diminuição do absenteísmo, a melhora da assistência prestada ao paciente e da qualidade de vida do anestesiologista.

  17. Perigo, probabilidade e oportunidade: a linguagem dos riscos na mídia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Spink Mary Jane P.

    2002-01-01

    Full Text Available Partindo do pressuposto que risco é um conceito central na sociedade contemporânea, este estudo teve por objetivo entender o papel da mídia na circulação e consolidação da linguagem dos riscos. Tendo por base estudos anteriores, optou-se por trabalhar com um único jornal, a Folha de S. Paulo, sendo adotados três procedimentos de pesquisa: 1 mapeamento da diversidade de termos utilizados para falar sobre a possibilidade de ocorrência de eventos concebidos como ocasião para ganho ou perda; 2 análise diacrônica de uma amostra representativa de matérias com a palavra risco no título (1921 e 1998; 3 análise do uso da linguagem de risco por área temática (CD-Rom Folha, 1994-1997. Os resultados sugerem que o uso da linguagem dos riscos na mídia é recente e diversificado, apoiando-se ora na linguagem formal do cálculo de risco, ora no uso metafórico do termo, para falar de desordem na sociedade contemporânea.

  18. Risco, trabalho e masculinidade. Um estudo sobre os trabalhadores do setor elétrico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julice Salvagni

    2013-12-01

    Full Text Available Este estudo é parte de uma dissertação de mestrado (2011 que abordou aspectos referentes ao risco de trabalho no setor elétrico. Neste artigo, dá-se ênfase a uma análise sobre as noções de subjetivação da masculinidade que perpassam a realidade de trabalho dos eletricitários e que estão diretamente relacionadas ao entendimento de risco de acidentes. Para além do risco de acidentes físicos, compreende-se que os riscos se constituem na esfera do invisível (fatores sócio-psicológicos. Destacam-se elementos de ordem subjetiva que constituem a relação dos trabalhadores com as noções de tempo, para ser possível abordar a concepção do risco. As falas dos trabalhadores são postas em diálogo com autores como Dejours, Giddens e Bourdieu. O texto traz elementos descritivos que possibilitam elucidar as relações entre trabalho e masculinidade no setor elétrico a ser um inimigo indissociável do risco.

  19. Web 2.0 e EAD: riscos e possibilidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Richard Romancini

    2010-06-01

    Full Text Available O artigo evidencia o crescimento das possibilidades de uso de tecnologias digitais associadas à chamada “web 2.0”, entre os usuários da internet. Discute a relação desse contexto com a educação mediada por tecnologias, em particular a Educação a Distância (EAD, notando que existe o paradoxal risco de que a utilização desses novos recursos reforce paradigmas educativos informacionais/reprodutivistas. Entretanto, argumenta-se que o uso reflexivo das possibilidades que surgiram no mundo digital pode favorecer a construção de espaços de diálogos na educação on-line, dando um sentido mais comunicativo/construtivista a processos de educação virtual. Por fim, nota-se que, para este cenário mais positivo, é necessário, também, que haja o desenvolvimento de competências por parte dos participantes (professores e estudantes das ações educativas no âmbito digital.

  20. Risco crescente de melanoma de pele no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guinar Azevedo e Silva Mendonça

    1992-08-01

    Full Text Available A ocorrência de melonoma maligno de pele no Brasil é analisada a partir dos dados de mortalidade disponíveis no Ministério da Saúde e dos dados de incidência dos seis Registros de Câncer de Base Populacional, localizados em seis capitais brasileiras. Os coeficientes de incidência nessas capitais situam-se em padrões intermediários se comparadas às cifras mundiais. Para o Município de Porto Alegre, uma das capitais estudas, que apresentou os maiores coeficientes de incidência, é feita comparação entre os dados relativos ao período 1979-1982 e 1987, constatando-se que houve aumento relativo de 38% entre homens e de 11% entre mulheres. Concluiu-se pela necessidade de se conduzir estudos no Brasil entre comunidades de indivíduos de pele clara, os quais apresentam risco potencializado para o desenvolvimento de melanoma, para que sejam definidas medidas específicas e eficazes de controle.

  1. Variáveis pessoais e contextuais associadas a comportamentos de risco em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jana Gonçalves Zappe

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Este estudo investigou o engajamento de adolescentes brasileiros em comportamentos de risco (uso de substâncias, comportamento sexual de risco, comportamento antissocial e comportamento suicida, buscando identificar os fatores de risco e proteção pessoais e contextuais mais associados com esses comportamentos. Métodos Participaram 1.332 adolescentes de 12 a 19 anos (M = 15,68; DP = 1,60, de ambos os sexos. Resultados O engajamento em comportamentos de risco variou em função da idade e do sexo, e o uso de substâncias foi o tipo de comportamento de risco mais prevalente entre os que foram investigados. Os fatores significativamente associados à adoção desses comportamentos foram violência intra- e extrafamiliar, ter amigos próximos ou familiares que usam drogas, eventos estressores e elevado nível de autoeficácia; enquanto os fatores que se mostraram protetores foram elevado nível de autoestima, expectativas positivas quanto ao futuro e percepção de positividade nas relações com família, escola, religião e comunidade. Conclusão O estudo permitiu identificar algumas características da manifestação de comportamentos de risco na adolescência, com destaque para a prevalência mais alta do uso de substâncias e a coocorrência de diferentes tipos de comportamentos de risco. Dentre os fatores de risco mais associados com o engajamento em comportamentos de risco, destacaram-se a presença de eventos estressores ao longo da vida e a proximidade com amigos que usam drogas. A partir disso, sugere-se investir na minimização de fatores de risco e na potencialização de fatores protetivos para a promoção do desenvolvimento saudável durante a adolescência.

  2. Fatores de risco para histerectomia em mulheres brasileiras Risk factors for hysterectomy among Brazilian women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thália V. Barreto de Araújo

    2003-01-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo de caso-controle exploratório para investigar fatores de risco para histerectomia entre usuárias do setor público de saúde em Recife, Pernambuco, Brasil. Os 373 casos são mulheres com idade entre 30 e 54 anos, submetidas à histerectomia eletiva por condição pélvica benigna. Os controles, 742 mulheres com útero preservado, foram selecionados em centros de saúde. Os dados foram coletados em entrevistas, com um questionário estruturado e pré-testado, ou transcritos dos prontuários médicos. Com base em regressão logística múltipla não-condicional, foram identificados como fatores de risco para histerectomia: a renda familiar per capita relativamente maior, a nuliparidade e a paridade de até três filhos, a demanda por cuidados médicos por problemas menstruais, o antecedente de distúrbio menstrual ou de morbidade do colo uterino, a hospitalização por causa ginecológica e a presença de laqueadura tubária antes dos trinta anos. A história prévia de filho nascido morto e a menopausa se constituíram em fatores de proteção.A case-control study was conducted to investigate risk factors for hysterectomy among women using the public health system in Northeast Brazil. The cases were 373 women aged 30-54 years that had undergone elective hysterectomy for benign pelvic conditions. Controls were 742 women with preserved uterus selected from public health clinics. Data were collected through a review of medical records and a personal interview using a structured, pre-tested questionnaire. Unconditional multiple logistic regression was applied in the analysis. Women at greater risk for hysterectomy were those with a higher per capita family income, zero to three children, a history of medical consultation for menstrual problems, hospitalization for gynecological problems, or tubal ligation before age 30 years. Menopause and a history of stillbirth appeared as protective factors in the statistical analysis.

  3. Um Modelo de Processo de Gestão de Riscos para Ambientes de Múltiplos Projetos de Desenvolvimento de Software

    OpenAIRE

    Martins Gomes de Gusmão, Cristine

    2009-01-01

    A importância da utilização de processos, técnicas e ferramentas de gerenciamento de riscos é, cada dia, mais reconhecida nos ambientes de desenvolvimento de software. Isto se deve, em parte, pelo entendimento de que parcela significativa dos insucessos está relacionada a uma má Gerência de Riscos. A Gerência de Riscos é uma das disciplinas mais recentes da Gerência de Projetos e sua evolução, na área de Engenharia de Software, está associada com o tratamento dos riscos nos amb...

  4. Prevalência de fatores de risco cardiovascular em idosos usuários do Sistema Único de Saúde de Goiânia Prevalence of cardiovascular risk factors in elderly individuals treated in the Brazilian Public Health System in Goiânia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Cristina da Conceição Ferreira

    2010-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Os fatores de risco cardiovascular (FRCV apresentam alta prevalência e causam impacto na morbimortalidade de idosos, porém, essa questão ainda se mostra desconhecida entre idosos usuários do Sistema Único de Saúde. OBJETIVO: Investigar a prevalência de FRCV em idosos usuários da atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS em Goiânia - Goiás. MÉTODOS: Estudo transversal com amostragem em múltiplos estágios, realizado por meio de inquérito domiciliar com 418 idosos acima de 60 anos, usuários do SUS da atenção básica de Goiânia. Foram coletados dados socioeconômicos, demográficos, estilo de vida, peso, altura, circunferência da cintura, pressão arterial e uso de medicamentos. Os FRCV investigados foram: hipertensão arterial, diabete melito, obesidade total, obesidade central, dislipidemias, tabagismo, sedentarismo e consumo de bebida alcoólica. Utilizou-se o teste do Qui-quadrado para análises das associações, com significância de 5%. RESULTADOS: As prevalências dos FRCV foram: 80,4% de hipertensão arterial; 83,3% de obesidade central; 59,8% de sedentarismo; 32,2% de obesidade total; 23,4% de dislipidemias; 19,1% de diabete melito; 10,0% de tabagismo e 5,9% de consumo de bebida alcoólica. Quanto à simultaneidade, 2,4% dos idosos não apresentaram FRCV. A simultaneidade de dois ou mais FRCV ocorreu em 87,3% dos idosos e mostra-se com maior frequência entre as mulheres. CONCLUSÃO: Os FRCV ocorrem de maneira simultânea em mais da metade dos idosos, e os mais prevalentes foram: hipertensão arterial, obesidade central e sedentarismo. É preciso intensificar as estratégias de promoção da saúde e prevenção de agravos cardiovasculares em idosos usuários da atenção básica do SUS de Goiânia, principalmente entre aqueles com simultaneidade de FRCV.BACKGROUND: Cardiovascular risk factors (CVRF present a high prevalence and have an impact on the morbimortality of the elderly; however, this

  5. Fatores de risco para complicações em extremidades inferiores de pessoas com diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Emília Pace

    2002-10-01

    Full Text Available O estudo analisou fatores de risco para complicações em pés de pessoas com diabetes em Unidade Ambulatorial. Os dados foram obtidos por meio de entrevista semi-estruturada, avaliação de pés e exames laboratoriais. Os riscos tiveram a análise segundo Zavala e Braver e Sistema de Classificação do Consenso Internacional sobre Pé Diabético, mediante estatística descritiva. Nos resultados, a idade média foi 53,3±13 anos, tempo da doença 12,9±9 e 58% tinham ensino fundamental incompleto. Dentre os riscos, identificou-se complicações microvasculares, hipertensão arterial, nível glicêmico inadequado, sedentarismo, uso de sapatos inapropriados, somadas às alterações dermatológicas e estruturais. No risco para úlceras, obteve-se 19,1% entre as categorias 2 e 3. Os dados reforçaram necessidade de atendimento primário com ênfase na avaliação de riscos e educação do paciente.

  6. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicinee Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.

  7. Governança empresarial, riscos e controles internos: a emergência de um novo modelo de controladoria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilton Cano Martin

    2004-04-01

    Full Text Available O exercício dos poderes de governança dentro de uma empresa depende em alto grau da implantação de um sistema de identificação, avaliação e controle dos riscos que cercam a gestão dos recursos nela investidos. Como os que exercem a governança não têm poder executivo, fatalmente um desses riscos é o de agenciamento, segundo o qual os administradores dos recursos empresariais, ao darem prioridade aos seus próprios interesses, podem não aplicá-los da forma mais adequada aos acionistas/proprietários. A governança deve, pois, cercar a administração dos recursos empresariais com um sistema de controle de gestão. Esse sistema, que deve levar em consideração os riscos que são inerentes aos negócios e compreende o controle da custódia, do desempenho e da qualidade da informação, é, neste artigo, conceituado e descrito em termos das linhas gerais da sua composição e principais instrumentos. Demonstra-se, finalmente, que tais controles devem ser feitos de forma integrada e unificada num único órgão e que esse órgão deve ser a Controladoria, que deve ser reformulada e ter um posicionamento na estrutura organizacional das empresas totalmente independente dos órgãos de administração. Essas são as bases do chamado novo modelo de Controladoria.Corporate governance highly depends on the installation of a system for the identification, evaluation and control of the risks surrounding the administration of the invested resources. Since Board members do not have executive power, one of the business risks is always the agency risk, according to which business resource managers may put their own interests and priorities ahead of the interests and priorities of the owners/ shareholders. Hence, the Board must surround the administration of business resources with a management control system, considering inherent business risks and encompassing three types of control: custody, performance and information quality. In this article

  8. Graus de riscos a oue estão expostos os trabalhadores em instituições hospitalares modelo de intevenção de enfermagem centrado nos riscos dominantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Onedina Soares

    1987-09-01

    Full Text Available As autoras apresentam um estudo descritivo sobre os graus de riscos a que estão expostos os trabalhadores de um hospital geral, localizado na Cidade do Rio de Janeiro. Apresentam outrossim, um Modelo de Intervenção de Enfermagem, centrado nos riscos dominantes, evidenciados na investigação empreendida.

  9. Fator de risco: enfoque na disciplina enfermagem em centro cirúrgico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Regina Ferraz Bianchi

    1986-09-01

    Full Text Available Foi abordado o tema da assistência de enfermagem em centro cirúrgico dentro de uma visão do "enfoque de risco" para o paciente cirúrgico, considerando os vários riscos que podem acarretar agravos à sua saúde. Os fatores de risco foram abordados em relação ao ambiente físico, material e equipamento, pessoal e ao próprio paciente. Estes aspectos foram relacionados à área do centro cirúrgico, de recuperação anestésica e ao centro de material. O trabalho foi desenvolvido com dois grupos de alunos da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, cursando o 5º semestre de graduação, visando auxiliá-los como futuros profissionais a desenvolver uma melhor assistência de enfermagem ao paciente cirúrgico.

  10. RISCO INVISÍVEL: TRABALHO E SUBJETIVIDADE NO SETOR ELÉTRICO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julice Salvagni

    Full Text Available Resumo Este estudo se origina de uma pesquisa que abordou a noção de risco no trabalho no setor elétrico. O termo “risco invisível” surgiu do discurso dos trabalhadores do setor, referindo-se à eletricidade que não pode ser vista, mas oferece riscos específicos. Dá-se ênfase a uma análise da noção de risco, enquanto fenômeno da modernidade, mas passando também pela discussão da confiança básica e da segurança ontológica. Ao relacionar esse marco teórico com a realidade do trabalho no setor elétrico, entra em cena o articulador teórico dos mecanismos de defesa, através da psicodinâmica do trabalho. Do ponto de vista político, é importante refletir sobre a realidade da segurança no âmbito das relações de trabalho, já que os trabalhadores são expostos a riscos específicos em cada atividade. A reflexão teórica e observação empírica constante são um caminho para pensar intervenções no âmbito da dimensão sociopsicológica do risco no trabalho.

  11. Risco, vulnerabilidade e incapacidade: reflexões com um grupo de enfermeiras.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Balbinot Reis Girondi

    2010-03-01

    Full Text Available As situações de risco, vulnerabilidade e incapacidade permeiam o cotidiano das pessoas e dos profissionais. Na Enfermagem, parece que tais situações são consideradas inerentes à profissão. Este estudo exploratório e descritivo, de abordagem qualitativa, realizado no segundo semestre de 2008, objetivou analisar as percepções de dez enfermeiras, pós-graduandas de uma universidade federal da região sul do Brasil, sobre as situações de risco, vulnerabilidade e incapacidade às quais estão expostas em seu processo de viver, e também conhecer as suas atitudes frente a essas condições. Os dados foram coletados por meio de questionário semi-estruturado e submetidos à análise de conteúdo temático. Da análise, emergiram três categorias: Conceituando risco, vulnerabilidade e incapacidade; Relacionando risco, vulnerabilidade e incapacidade com o processo de viver e Cuidados adotados frente às situações de risco, vulnerabilidade e incapacidade. Os resultados indicam que esse grupo de enfermeiras geralmente se sujeita a trabalhar sob condições inadequadas, tolerando situações como a falta de recursos humanos e materiais, sobrecarga de trabalho, relações interpessoais/profissionais conflitantes, entre outras. Assim, estão expostas às situações de risco e vulnerabilidade, sendo suscetíveis ao adoecimento e, consequentemente, às situações de incapacidade.

  12. Marketing Virtual: Separando o Joio do Trigo... Os Riscos Inerentes e Manipulados no E-commerce

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Helena Kovacs

    2010-03-01

    Full Text Available O objetivo desta investigação foi realizar uma análise sobre os riscos inerentes e os manipulados na compra pela internet. A pesquisa teve o intuito de averiguar a necessidade de separação desses riscos, visto que, em grande parte dos estudos, não é realizada essa distinção, sendo agrupados os riscos de uma maneira geral. O estudo teve um caráter exploratório-descritivo de corte transversal, tendo sido realizado em duas etapas. Inicialmente foram conduzidas entrevistas com 20 compradores do varejo eletrônico. Posteriormente foi realizado um levantamento, em que foi estabelecida uma parceria com a E-bit, tendo o link do instrumento de coleta de dados sido enviado para 2.000 usuários cadastrados no banco de dados da instituição. Foram obtidos 692 questionários válidos. As análises fatoriais empregadas indicaram a necessidade da divisão dos riscos em inerentes e manipulados, reforçando a teoria inicial de Bettman (1973. A presente pesquisa traz, como principal contribuição, a recomendação aos futuros investigadores dessa área sobre a importância de considerar e, principalmente, empregar separadamente a análise dos riscos inerentes e a análise dos riscos manipulados em estudos do comportamento do consumidor nas compras on-line. DOI: 10.5585/remark.v8i2.2139

  13. Fatores de Risco para Infecção Pós-Craniotomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Palmer Irffi

    2016-10-01

    Full Text Available Justificativa e Objetivos: A infecção pós-craniotomia é um risco real para a recuperação do paciente, com aumento da morbimortalidade e, também, dos custos para o sistema de saúde. Com uma alta incidência de complicações, chegando a até 11%, é importante ter noção dos fatores de risco desse procedimento a fim de melhorar a qualidade do atendimento e da recuperação do paciente. Dessa forma, o objetivo desse artigo é definir o risco de infecção nesse procedimento; indicar a incidência de infecção de sítio cirúrgico e de meningite; apontar os principais fatores de risco; e calcular a taxa de óbito de craniotomia. Métodos: O estudo foi uma coorte retrospectiva em seis hospitais de Belo Horizonte por um período de dez anos. Dados foram colhidos e analisados buscando resultados relacionados à incidência e aos fatores de risco pós-craniotomia. Resultados: As infecções globais têm uma incidência de 8,8%, as infecções de sítio cirúrgico de 5,1% e as meningites de 2,3%. A taxa de letalidade está em 8,3%. Conclusão: Os principais fatores de risco são o escore American Society of Anesthesiologists (ASA > 2 e o uso de próteses; o uso de anestesia geral se mostrou um fator protetor em relação ao desenvolvimento de infecções.

  14. Controle de riscos em radiodiagnóstico: uma abordagem de vigilância sanitária Radio diagnostic risks control: an approach of sanitary surveillance

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcus Vinícius Teixeira Navarro

    2010-11-01

    Full Text Available O radiodiagnóstico é uma das principais ferramentas de diagnose na medicina e seu papel, na saúde pública, depende da qualidade dos exames, cuja responsabilidade regulatória cabe principalmente ao Sistema Nacional de Vigilância Sanitária. Nessa perspectiva, foi desenvolvido um modelo matemático de avaliação de riscos potencial (MARP em radiodiagnóstico e, através do seu uso em serviços de saúde da Bahia, analisada a situação encontrada e seus condicionantes. O MARP baseia-se no conceito de risco potencial e relaciona os indicadores de controle de riscos com os riscos potenciais e os responsáveis pelos controles. Usando esse modelo, avaliaram-se 94 procedimentos de 38 serviços de radiodiagnóstico. O estudo mostrou que 5,3% dos serviços estavam com todos os procedimentos em nível de risco potencial aceitável. 23,7% tinham pelo menos um procedimento com nível de risco potencial tolerável, e 71% tinham pelo menos um procedimento com nível de risco potencial inaceitável. As análises mostraram que os principais condicionantes da situação encontrada dizem respeito à deficiência do sistema de vigilância sanitária na fiscalização dos serviços e da indústria, à ausência dos fundamentos de proteção radiológica nas diretrizes curriculares dos cursos de medicina e à fragilidade do controle das práticas pelos respectivos conselhos profissionais.The X-ray diagnostic is one of the main diagnosis tools in medicine and its role, in public health, depends on the quality of the exams, the regulatory responsibility fits, mainly, in the National System of Sanitary Surveillance. With this perspective, it was developed a mathematical evaluation model of potential risks in radiodiagnostic and, through its use in the Brazilian health services of Bahia state, with the analysis of the situation found and its determinants. With that model, 94 procedures were evaluated in 38 Bahia state radiodiagnostic services. The study showed

  15. Percepção de risco e excesso de velocidade Risk perception and speeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iara Picchioni Thielen

    2008-01-01

    Full Text Available Este trabalho discute percepção de riscos no trânsito, comparando um grupo de motoristas infratores a um grupo de motoristas sem multas por excesso de velocidade. O objetivo da pesquisa foi explicitar a interação entre a norma de velocidade e o comportamento de excesso de velocidade. Nas justificativas para o excesso de velocidade, foram identificados importantes fatores na determinação da percepção de risco: controle (centralizado no motorista, minimização do risco (a velocidade na qual eles transitam não oferece riscos, confiança (eles se julgam hábeis motoristas e podem definir o que é excesso de velocidade e falta de credibilidade nas instâncias que devem gerenciar as ameaças. Os infratores revelam uma construção cognitiva de invulnerabilidade pessoal, associada a um otimismo irrealista e autopercepção superavaliada, aliadas a uma exagerada percepção de controle sobre o ambiente, centralizado em sua perícia e habilidade. Não há diferença de percepção de riscos entre os motoristas dos dois grupos. Não há correspondência entre riscos objetivos e riscos percebidos, pois os motoristas dos dois grupos percebem riscos objetivos genericamente considerados, porém descontextualizados da potencialidade para acidentes embutida em diferentes velocidades.This paper discusses risk perception comparing drivers with and without fines for speeding. The research aimed to show the interaction between speeding laws and speeding behavior. Speeders' explanations for their behavior revealed important factors in the determination of risk perception: control (driver-centered, risk minimization (drivers claimed there was no risk involved in the way they speeded, self-confidence (they considered themselves good drivers and believed they were able to define what constitutes speeding, and lack of credibility in the institutions that manage traffic risks. Speeders display a cognitive construct of personal invulnerability combined with

  16. Comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes e adultos portadores de diabetes tipo 1

    OpenAIRE

    Milena Gonçalves Lima Cardoso

    2009-01-01

    Introdução - Pacientes portadores de diabetes tipo 1 que manifestam comportamentos de risco para transtornos alimentares (TA) possuem grandes chances de complicações microvasculares e macrovasculares e maiores taxas de mortalidade. Objetivo Avaliar a freqüência de comportamento de risco para TA em adolescentes e adultos portadores de diabetes tipo 1 bem como sua relação com variáveis socioeconômicas, nutricionais, relacionadas ao diabetes e satisfação corporal. Metodologia: Foram aplicados: ...

  17. Fatores de risco para o câncer de colo do útero em mulheres reclusas

    OpenAIRE

    Anjos, Saiwori de Jesus Silva Bezerra dos; Ribeiro, Samila Gomes; Lessa, Paula Renata Amorim; Nicolau, Ana Izabel Oliveira; Vasconcelos, Camila Teixeira Moreira; Pinheiro, Ana Karina Bezerra

    2013-01-01

    Objetivou-se identificar os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo uterino em mulheres reclusas. Estudo descritivo, de corte transversal, realizado em um instituto penal feminino cearense. A seleção da amostra do estudo ocorreu de acordo com a disponibilidade de presidiárias no momento da coleta, totalizando 36 reclusas. Referente aos riscos para o câncer cervical, 16 mulheres (44,5%) eram tabagistas, 24 (70,5%) já fizeram uso do contraceptivo oral por um tempo médio de 46 ...

  18. Fatores de risco para queimaduras severas na infância

    OpenAIRE

    Guilherme Loureiro Werneck

    1992-01-01

    Este é um estudo caso-controle para investigar fatores de risco para queimaduras severas na infância. As histórias de exposição das crianças com queimaduras severas internadas em dois centros de referência para tratamento desta patologia foram comparadas com a de controles hospitalares. Os principais fatores associados com maior risco de queimaduras severas na infância foram baixo nível sócio-econômico e - após ajuste para este fator - multiparidade, aglomeração, ausência e excesso de supervi...

  19. Comportamento sexual de risco entre homens que fazem sexo com outros homens no Brasil

    OpenAIRE

    Gustavo Machado Rocha

    2014-01-01

    A epidemia do HIV no Brasil é considerada concentrada em determinados grupos mais vulneráveis, incluindo usuários de drogas ilícitas, profissionais do sexo e homens que fazem sexo com outros homens (HSH). A principal forma de transmissão do HIV no país é a via sexual, sendo que a população de HSH apresenta elevado risco de exposição ao vírus, fortemente influenciado pelas características do comportamento sexual. Este trabalho objetiva avaliar o comportamento sexual de risco e associações numa...

  20. A transferência de risco de crédito em cadeias de suprimentos

    OpenAIRE

    Jorge, Ricardo Reolon

    2010-01-01

    Este estudo teve com objetivo verificar a potencial transmissão de riscos de crédito entre empresas de uma mesma cadeia de suprimentos, o tempo em que ocorre a máxima transmissão e sua magnitude. As análises foram realizadas em cadeias de suprimentos conhecidas pela academia como cadeias enxutas e cadeias ágeis, limitando-se aos dois elos principais das cadeias selecionadas – comércio e indústria. Os resultados mostraram que a transmissão de risco de crédito é observável na maioria dos casos,...

  1. INDICADORES ANTROPOMÉTRICOS E FATORES DE RISCO CARDIOVASCULAR EM TRABALHADORES RURAIS

    OpenAIRE

    Pohl, Hildegard Hedwig; Arnold, Elise Ferreira; Dummel, Kely Lisandra; Cerentini, Taís Marques; Reuter, Éboni Marília; Reckziegel, Miriam Beatris

    2018-01-01

    RESUMO Introdução: A obesidade tem provocado diversos agravos à saúde, impulsionada pela industrialização, avanços tecnológicos, urbanização e estilo de vida; esses aspectos estão relacionados com disfunções cardiovasculares. Diversos fatores estão associados aos problemas saúde da população, os quais podem ser previamente identificados com técnicas simples, como medidas antropométricas e escores de risco, usadas para determinar possíveis riscos. Objetivo: Relacionar variáveis antropométric...

  2. POR QUE FALAMOS EM RISCO, POR QUE AGORA? PROBLEMAS CONCEPTUAIS NA PERCEPÇÃO DO RISCO NA ATIVIDADE TURÍSTICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maximiliano Emanuel Korstanje

    2011-05-01

    Full Text Available Embora a teoria da percepção do risco tenha sido alcunhada pela Psicologia Cognitiva e utilizada durante mais de 40 anos, o termo passou a ser utilizado pelos pesquisadores de turismo e hotelaria somente após o atentado de 11 de Setembro de 2001. O atentado contra as Torres Gêmeas não somente gerou grande impacto psicológico, mas também atraiu a atenção de vários especialistas preocupados com a questão da imagem das destinações turísticas. A referida teoria, no entanto, precisa ser discutida desde que a própria definição de risco tem sido mal interpretada. A teoria da percepção do risco também parece alimentar um discurso etnocêntrico com características preocupantes. Neste sentido, este novo campo de pesquisa tem muito a aportar, porém deve ser primeiramente submetido a um olhar crítico.

  3. Avaliação e gerenciamento do risco operacional no Brasil: análise de caso de uma instituição financeira de grande porte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristina Garcia Trapp

    2005-04-01

    Full Text Available A gestão de riscos é um dos principais fatores para a sobrevivência de qualquer empresa. Tradicionalmente, os Bancos divulgam dados acerca das exposições ao risco de crédito e de mercado, a fim de auxiliar a compreensão do seu perfil de risco. Entretanto, também estão expostos a outros tipos de riscos, tais como o risco operacional, o qual pode prejudicar, significativamente, o desempenho futuro, podendo levá-los até à falência. Logo, verifica-se a importância da divulgação dessas informações para a disciplina de mercado. Buscando proteger o sistema financeiro dos resultados negativos advindos dos riscos inerentes às suas atividades, o Comitê da Basiléia publicou o Novo Acordo de Capital, previsto para entrar em vigor no final de 2006, sendo, que nessa data, as instituições financeiras deverão obedecer a certos padrões mínimos no gerenciamento de seus riscos, entre eles o operacional. Este artigo tem por objetivo analisar a avaliação e o gerenciamento do risco operacional em uma instituição financeira nacional de grande porte, detectando instrumento de medida e análise e o estágio de desenvolvimento quanto ao gerenciamento do risco operacional. Para tanto, utilizou-se a metodologia de Estudo de Caso e as evidências foram obtidas por documentação, registros em arquivos, entrevistas e observação direta. Os resultados sugerem que o Banco pesquisado se encontra em estágio intermediário na administração dos riscos operacionais, contudo, está desenvolvendo técnicas e processos tanto para se adequar às exigências dos órgãos supervisores, quanto para a melhoria de seus resultados.Risk management is a preponderant factor for the survival of any business. Traditionally, banks provide credit and market risk exposure data to support the understanding of their risk profile. However, they are also exposed to other kinds of risks, such as the operational risk, which can significantly impair future performance and

  4. Comunicação de riscos tecnológicos ambientais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos de Martini Júnior

    1995-12-01

    Full Text Available O crescente interesse público pelos riscos de impactos ambientais negativos provocados por resíduos industriais tornou a Comunicação de Risco um elemento decisivo no gerenciamento da atividade industrial, sendo importante o reconhecimento do contexto social que envolve o uso de uma tecnologia e a percepção do risco desta tecnologia nas relações sociais. O trabalho apresenta a evolução do processo de planejamento estratégico da Comunicação de Risco e indica as ações que estimulam a interação entre os segmentos impactados por incidentes catastróficos em indústrias químicas.The growing public interest in negative environmental impact risks caused by industrial waste has turned Risk Communication into a decisive element to industrial management. So, that has become important to recognize the social context which involves the use of a technology and the public perception of the risk. This paper presents the process evolution of strategical planning of Risk Communication and indicates the actions which stimulate the interaction between the segments affected by catastrophic incidents in the chemical industry.

  5. Pacientes com HIV/Aids e risco de ulcera: demandas de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lanara Alves Pereira

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: analisar a demanda de cuidados de enfermagem e o risco para desenvolvimento de úlcera por pressão (UP em pacientes com HIV/Aids. Método: pesquisa quantitativa, realizada de dezembro de 2012 a março de 2013 em hospital público de Teresina-PI. Resultados: a amostra de 31 pacientes foi majoritariamente do sexo masculino, média de 36,6 anos de idade, média da demanda de cuidados de 49,4% e a maioria apresentou algum risco para desenvolver UP. As variáveis correlacionadas com o risco para o desenvolvimento de UP foram: demanda de cuidados e desfecho clínico (óbito. Já as que se associaram com a demanda de cuidados foram: idade e desfecho clínico (óbito. Conclusão: Os resultados obtidos demonstram que os pacientes demandam moderada necessidade de cuidados de enfermagem e maior parte deles apresenta risco para desenvolvimento de UP.

  6. Identificação de Riscos em Compras do Setor Público: Um Estudo de Caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio França Santos

    2011-10-01

    Full Text Available No século XXI é comum as organizações atuarem em ambientes dinâmicos onde a execução de suas atividades está associada a riscos muitas vezes difíceis de serem previstos. A identificação desses riscos é desejável, ao passo que é possível economizar esforços e diminuir custos. Nesse sentido, o presente artigo tem o objetivo de analisar uma aquisição do setor público e identificar os riscos no processo. A aquisição selecionada para análise é uma Concorrência Pública, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE. A metodologia utilizada para identificar os riscos no processo de aquisição foi uma entrevista com os agentes públicos envolvidos no processo e a análise da documentação. Os resultados sugerem que seja dada grande importância para a elaboração do Projeto Básico, elemento inicial, bem como aproximar áreas envolvidas e capacitar os agentes públicos nas matérias inerentes ao processo.DOI:10.5585/gep.v2i1.31

  7. Risco económico e financeiro : seu conceito e gestão

    OpenAIRE

    Pinto, António

    2002-01-01

    Com o presente artigo pretende-se efectuar uma abordagem conceptual sobre o risco Económico e Financeiro, sua forma de gestão e mercados de negociação de instrumentos de inovação financeira para a sua cobertura.

  8. Risco de suicídio em paciente alcoolista com depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Lucia Spear King

    2006-01-01

    Full Text Available Dependência do álcool é o consumo excessivo com perda do controle apesar das conseqüências prejudiciais decorrentes. A depressão se caracteriza por um período longo e contínuo de humor deprimido com sintomas específicos. Procuramos ressaltar a importância do tratamento da co-morbidade da depressão em pacientes alcoolistas a fim de prevenir complicações como o risco de suicídio. O suicídio e a depressão em adolescentes e adultos representam maior risco com o uso indevido do álcool. A depressão em pacientes alcoolistas precede as tentativas de suicídio na maioria dos casos. Relatamos um caso grave de paciente dependente do álcool com depressão e risco de suicídio atendido no ambulatório do Programa de Estudos e Assistência ao Uso Indevido de Drogas do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PROJAD/IPUB/UFRJ. O tratamento consistiu no uso de antidepressivos e psicoterapia cognitivo-comportamental. O tratamento da depressão do paciente associou-se a maior adesão à terapêutica, prevenção de recaídas no alcoolismo e redução do risco de suicídio. O diagnóstico precoce da depressão como co-morbidade em paciente dependente de álcool realizado por profissionais treinados é indispensável para o tratamento adequado e para minimizar o risco de suicídio.

  9. Planes de seguridad del agua. Análisis de peligros y evaluación de los riesgos en un abastecimiento de Bizkaia. Aplicación a una captación Water safety plans. Hazard study and risk assessment of a water supply system in Bizkaia. Application to the water catchment stage Planos de Segurança da Água. Análise de perigos e avaliação de riscos num abastecimento de Biscaia. Aplicação a uma captação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David Palanca Cañón

    2012-12-01

    bodies not directly related to the operation of the water supply system.A melhor opção para garantir a segurança e a qualidade no fornecimento de água é estabelecer um plano de controlo e gestão para os abastecimentos orientado para a prevenção dos riscos. Realizou-se, num abastecimento da Biscaia, a aplicação prática das etapas de análises de perigos e avaliação dos riscos apresentadas nas metodologias do Manual para o Desenvolvimento de Planos de Segurança da Água (OMS e no Guia para a Elaboração de Programas de Controlo e Gestão de Abastecimentos de Água de Consumo da CAPV (Comunidade Autónoma do País Basco. A aplicação na fase de captação já fornece informação sobre os benefícios e os problemas encontrados. Assim, considerando os resultados obtidos pode-se concluir que esta metodologia foi muito eficaz na identificação de perigos que haviam passado despercebidos e no estabelecimento de novas medidas de controlo de riscos. Igualmente, é demonstrada a necessidade de interação entre organismos não diretamente relacionados com a exploração dos abastecimentos.

  10. Visão conceitual de modelos de gerenciamento de riscos à segurança organizacional [doi: 10.5329/RECADM.20111002009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izaias Otacilio da Rosa

    2011-12-01

    çoamento.   Palavras-Chave Gerenciamento de riscos; Segurança organizacional; Análise sistêmica; Avaliação de desempenho.     A CONCEPTUAL VISION OF ENTERPRISE RISK MANAGEMENT MODELS   ABSTRACT Throughout the evolutionary process world security consolidated as preponderant factor of success for the various segments, aggregating value to social development, economic and technological development. The demands arising from the scenarios of violence, common to major centers of population, promoted the allocation of efforts with a view to the protection of resources tangible and intangible, highlighting the need of reasoned planning for the management of risks which may to hit negatively in organizational environments. In this context, the objective of this research is to build a systemic analysis of a theoretical reference showing the academic and empirical knowledge more relevant in the area of risks management to security organization. With this purpose, from a process structured, held searches to access journals available through the portal of CAPES, reaching a theoretical composed for 17 publications aligned to this subject. The publications that integrate the theoretical this research were analyzed in 07 criteria: [1] the concept of risk; [2] the concept of risk analysis; [3] the dossiers submitted to identify the aspects to be taken into account in risk analysis; [4] the procedures used to measure the degree of risk; [5] the procedures used to determine the level of anchoring the scales of measuring the degree of risk; [6] the procedures used to integrate the scales to the degree of overall risk; and [7] the procedures to build actions of processing. With this, it was possible to identify the state of art for these seven aspects and for best practice propose referrals to promote their improvement.   Keywords Risk management; Organizational security; Systemic analysis; Performance evaluation.

  11. Predictive validity of the Manchester Triage System: evaluation of outcomes of patients admitted to an emergency department Validez predictiva del Protocolo de Clasificación de Riesgo de Manchester: evaluación de la evolución de los pacientes admitidos en un pronto atendimiento Validade preditiva do Protocolo de Classificação de Risco de Manchester: avaliação da evolução dos pacientes admitidos em um pronto atendimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Domingos Pinto Júnior

    2012-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: to assess the predictive validity of the Manchester Triage System implemented in a municipal hospital in Belo Horizonte, MG, Brazil. METHOD: cohort prospective and analytical study. The sample of 300 patients was stratified by color groups. The outcome measured was the scores, obtained by patients in each classification group in the Therapeutic Intervention Scoring System - 28, 24 hours after admission to the emergency department. RESULTS: A total of 172 (57% patients were men and the average age of all patients was 57.3 years old. The median score concerning the severity of their conditions was 6.5 points in the yellow group, 11.5 in the orange group, and 22 points in the red group. Statistically significant differences were found among the three groups (pOBJETIVO: evaluar la validez predictiva del protocolo de clasificación de riesgo de Manchester implantado en un hospital municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais. MÉTODO: estudio de cohorte prospectivo y analítico. La muestra estratificada por colores de la clasificación fue de 300 pacientes. El final evaluado fue la puntuación por el Therapeutic Intervention Scoring System - 28, lograda por los pacientes en cada grupo de clasificación después de 24 horas de la admisión en el servicio de urgencia. RESULTADOS: entre los pacientes, 172 eran hombres (57%; la media de edad de los pacientes evaluados fue de 57,3 años. La mediana de puntuación del índice de gravedad en el grupo amarillo fue 6,5 puntos; en el grupo naranja, 11,5 puntos y, en el grupo rojo, 22 puntos, habiendo diferencia estadística significante entre los tres grupos (pOBJETIVO: avaliar a validade preditiva do protocolo de classificação de risco de Manchester, implantado em um hospital municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais. MÉTODO: trata-se de estudo de coorte prospectivo e analítico A amostra estratificada por cores da classificação foi de 300 pacientes. O desfecho avaliado foi a pontuação pelo

  12. Risco de suicídio em gestantes de alto risco: um estudo exploratório Risk of suicide in high risk pregnancy: an exploratory study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucia Rosana Guerra Benute

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar o risco para comportamento suicida em gestantes de alto risco em um hospital público de São Paulo. MÉTODOS: Foi realizada entrevista semiestruturada com questionário previamente elaborado com cada uma das participantes (n = 268. O risco para suicídio foi identificado por meio da versão em português do PRIME-MD. RESULTADOS: A média de idade foi de 29 anos (SD = 0,507 e 30 semanas gestacionais (SD = 0,556. Constatou-se risco específico para suicídio em 5% (n = 14 do total da amostra. Destas gestantes, 85% têm relacionamento estável (casada ou amasiada, em 50% dos casos a gestação foi planejada, 71% têm religião e não exercem atividade profissional. Quando correlacionados os dados de estado civil, planejamento da gestação, idade, escolaridade, atividade profissional, risco de prematuridade e religião com risco para suicídio, constatou-se que ter uma religião apresentou significância estatística (p = 0,012. Não foram encontradas associações positivas para nenhum dos outros itens selecionados, quando comparados com o risco para suicídio. Ao correlacionar o risco de suicídio com os demais sintomas característicos de depressão maior, observou-se significância estatística em relação à insônia ou hipersonia (p = 0,003, fadiga ou perda de energia (p = 0,001, diminuição ou aumento do apetite (p = 0,005, menor interesse nas atividades diárias (p = 0,000, humor deprimido (p = 0,000, sentimento de inutilidade ou culpa (p = 0,000, diminuição da concentração (p = 0,002, agitação ou retardo psicomotor (p = 0,002. CONCLUSÃO: Observou-se que a religião pode ser um fator protetor com relação ao comportamento suicida. Além de propiciar uma rede social de apoio da qual as mulheres necessitam no período gravídico, as religiões apoiam as crenças na vida após a morte e em um Deus amoroso, propiciando objetivos a vida e autoestima e fornecendo modelos de enfrentamento de crises. Os resultados

  13. ATIVIDADE FÍSICA E MODULAÇÃO DO RISCO CARDIOVASCULAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Cichocki

    Full Text Available RESUMO Introdução: As doenças cardiovasculares são responsáveis por alto grau de morbidade e mortalidade na população mundial. Em populações saudáveis, a estimativa do risco cardiovascular tem sido calculada a partir de modelos de predição derivados de estudos prospectivos e observacionais. O escore de Framingham é um algoritmo tradicionalmente utilizado como estratégia primária de prevenção de doenças cardiovasculares em pessoas assintomáticas em um período de 10 anos. Para a determinação desse escore são considerados como fatores de risco os níveis séricos de colesterol total, colesterol HDL, pressão sistólica, diabetes mellitus, tabagismo e idade dos pacientes. Objetivo: Avaliar se a prática de atividade física é uma variável importante capaz de modular o risco obtido pelo escore de Framingham. Métodos: Foram considerados dados de 1004 indivíduos, divididos em adultos (18 a 59 anos e idosos (> 60 anos, usando o software Statistical Package for Social Sciences (SPSS para as análises estatísticas e adotando-se o nível de significância de 5% (P < 0,05 para todos os testes aplicados. Resultados: A correlação entre os fatores idade, sexo, tabagismo, hipertensão arterial e níveis séricos de HDL e o escore de Framingham foi confirmada tanto no grupo adulto como no idoso. Adicionalmente, nossas análises demonstraram correlação estatisticamente significativa entre a prática de atividade física e o risco calculado por esse escore, ficando evidente que indivíduos adultos ou idosos que praticam atividade física moderada ou intensa apresentam menor risco de desenvolver doença cardiovascular num período de 10 anos. Conclusão: Nossos dados demonstram que a prática de atividade física moderada ou intensa pode modular o escore de Framingham e assim como idade, sexo, tabagismo, hipertensão arterial e níveis séricos de colesterol total e HDL, deve ser considerada entre os fatores de risco de doen

  14. O Papel das Agências de Notação de Risco na Crise Financeira Planetária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delfim Vidal Santos

    2016-11-01

    Full Text Available O presente artigo é baseado numa apresentação com o título “O Papel das Agências de Rating na Crise Financeira Planetária”, proferida no Seminário subordinado ao tema “Dilemas da Globalização”, realizado no dia 21 de abril de 2016, na Academia das Ciências, em Lisboa, organizado pela Associação Portuguesa de Estudos Europeus (APEE, conjuntamente com a Academia das Ciências. O foco do presente artigo centra-se no papel das agências de notação de risco enquanto intervenientes centrais no mercado financeiro e a sua contribuição para o eclodir da crise financeira planetária. Para que possamos refletir conjuntamente, é importante elucidar o objeto da notação de risco e o funcionamento das agências de notação de risco na arquitetura do sistema económico-financeiro vigente. Traçamos o objetivo de identificar de forma sumária as funções regulatórias que as notações de risco assumem para variados agentes do mercado, públicos e privados e os efeitos disruptivos que podem assumir se as notações de risco se apresentaram eivadas de conflitos de interesses e modelos de análise sem valor intrínseco. Culminamos a nossa breve análise tentando destrinçar se a crise financeira planetária se tratou de uma tempestade imprevista que não poderia ter sido antecipada e travada ou se, ao invés, as Agências de Notação de Risco e os restantes intervenientes no mercado ignoraram dolosamente os sinais notórios da catástrofe que se avizinhava, manipulando o mercado para maximização de lucros e interesses próprios. | "The Role of Credit Rating Agencies in the Global Financial Crisis". The present article is based on a presentation “The Role of Credit Rating Agencies in the Global Financial Crisis” given in the Conference “Globalization’s Dilemmas” held in Lisbon’s Science Academy on April 21st 2016, jointly organized by the Portuguese Association for European Studies (APEE and the Science Academy. The focus

  15. A importância do gerenciamento de riscos nas organizações contemporâneas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Freire Trivelato

    2018-02-01

    Full Text Available Diante de um cenário de constantes mudanças e elevada competitividade associada a um ambiente de grande incerteza, surgem desafios e riscos organizacionais. Em um contexto empresarial, a governança corporativa, o compliance e o gerenciamento de riscos redundam em preocupações obrigatórias dos executivos que estão à frente dos negócios. Posto isso, o objetivo do presente artigo é apresentar o papel do gerenciamento de riscos dentro do modelo de governança corporativa apoiado no compliance, bem como, a integração entre as referidas partes. Além de destacar a importância do gerenciamento de riscos como uma ferramenta estratégica empresarial. A metodologia escolhida para este artigo foi bibliográfica e documental.

  16. Correlação entre três instrumentos de avaliação para risco de quedas em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Pains Vieira dos Santos

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Métodos clínicos e laboratoriais estão sendo cada vez mais desenvolvidos para avaliar os diferentes aspectos do equilíbrio postural e estabelecer parâmetros para identificação de idosos com maior risco de quedas. OBJETIVOS: Analisar a correlação entre três testes utilizados para avaliar o risco de quedas em idosos. MATERIAIS E MÉTODOS: Tratou-se de um estudo analítico transversal realizado com 49 idosos comunitários, hígidos, com diferentes níveis de condicionamento físico. Foram utilizados dois testes clínicos, o Timed Up and Go (TUG e o QuickScreen Clinical Fall Risck Assessment (QuickScreen, e um laboratorial, o Biodex Balance System - Modo Fall Risck (BBS-FR. A correlação dos dados foi realizada por meio da aplicação do coeficiente de correlação de Spearman, com nível de significância de 5% (p < 0,05. RESULTADOS: Verificou-se correlação positiva e moderada entre o QuickScreen e o BBS-FR (r = 0,35; p = 0,01 e entre o QuickScreen e o TUG (r = 0,32; p = 0,02. Não houve correlação significativa entre o BBS-FR e o TUG (r = 0,10; p = 0,47. CONCLUSÃO: Os testes analisados são complementares, tendo em vista que não se correlacionaram fortemente e mostraram-se com particularidades e limitações distintas. Entretanto, sugerimos a utilização do instrumento QuickScreen no ambiente clínico, já que este foi o que melhor se correlacionou com o dispositivo laboratorial, o BBS-FR, e o que mais identificou idosos ativos com risco de quedas. Dessa forma, o QuickScreen avaliou o risco de quedas de forma mais ampla, uma vez que engloba questões não abordadas pelos dois outros testes estudados.

  17. Aterosclerose carotídea avaliada pelo eco-Doppler: associação com fatores de risco e doenças arteriais sistêmicas Carotid atherosclerosis evaluated by Doppler ultrasound: association with risk factors and systemic arterial disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Procopio de Freitas

    2008-12-01

    Full Text Available CONTEXTO: A aterosclerose carotídea apresenta alta prevalência populacional e associação com vários fatores de risco, contribuindo para altos índices de morbidade e mortalidade. OBJETIVO: Pesquisar a freqüência e associação da aterosclerose de carótidas extracranianas com: idade, sexo, hipertensão arterial, doença coronária isquêmica, tabagismo, diabetes melito tipo 2, obesidade, doença arterial oclusiva periférica, acidente vascular cerebral, oclusão carotídea, espessamento médio-intimal e acotovelamento. MÉTODOS: Foram avaliadas as artérias carótidas extracranianas, bilateralmente, de 367 indivíduos (132 homens e 235 mulheres com idade média de 63 anos (35 a 91 anos por anamnese, semiologia clínica e ultra-sonografia. A possibilidade da associação entre aterosclerose carotídea representada por placas ateromatosas inespecíficas com estenose > 10%, ateromatose discreta e difusa com estenose 64 anos, acidente vascular cerebral, obesidade e tabagismo. Considerando-se somente estenoses carotídeas > 60%, houve associação com idade > 64 anos, oclusão carotídea e doença coronária. O espessamento médio-intimal apresentou associação com idade > 64 anos, acotovelamento, oclusão carotídea, hipertensão arterial e índice tornozelo-braquial BACKGROUND: A high prevalence of carotid atherosclerosis in the population and its frequent association with several risk factors contribute to high morbidity and mortality rates. OBJECTIVE: To investigate frequency and association of extracranial carotid atherosclerosis with age, sex, hypertension, ischemic coronary disease, smoking, type 2 diabetes mellitus, obesity, peripheral arterial disease, stroke, carotid occlusion, intima-media thickness and kinking. METHODS: The carotid and bilateral extracranial arteries of 367 individuals (132 males and 235 females, with a mean of 63 years of age (35-91 years were evaluated via anamnesis, clinical semiology and ultrasonography. The

  18. O RISCO COMO ELEMENTO PARA O ESTUDO DO COMPORTAMENTO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luis Silva

    2011-12-01

    Full Text Available As organizações contemporaneas se caracterizam pelos processos de transformação que fazem surgir maneiras alternativas de interpretar e agir nos espaços organizacionais. Então, o que, essencialmente, têm se buscado compreender por meio do estudo do comportamento organizacional? Este estudo, de caráter bibliográfico, argumenta que a constante tensão entre organizações e as transformações do ambiente, que, por sua vez, impactam as pessoas envolvidas na situação, está norteada pelo elemento risco. Assim, o que estudamos em comportamento organizacional é a impermanência da realidade que torna o risco um valor substancial para compreender o comportamento humano quando no trato das incertezas em contextos organizacionais.

  19. Associação entre indicadores de risco ao desenvolvimento infantil e estado emocional materno

    OpenAIRE

    Flores,Mariana Rodrigues; Souza,Ana Paula Ramos de; Moraes,Anaelena Bragança de; Beltrami,Luciane

    2013-01-01

    OBJETIVO: analisar a associação entre os estados emocionais maternos depressivo e ansioso, combinados ou de modo isolado, em relação à presença de risco ao desenvolvimento infantil na faixa etária de 0 a 4 meses. MÉTODO: trata-se de estudo observacional, analítico e de coorte. Para a obtenção dos dados foram utilizados os Inventários de Beck de Depressão e de Ansiedade e analisada a interação mãe-bebê a partir do protocolo de índices de risco ao desenvolvimento infantil em uma amostra de 182 ...

  20. Avaliação psicológica do adolescente e do risco

    OpenAIRE

    Marques, Maria Emília

    2005-01-01

    A partir de uma conceptualização específica sobre a adolescência e o risco, a autora propõe alguns parâmetros específicos para a avaliação psicológica. Considerada a adolescência como um período do desenvolvimento no decurso do qual surge o risco-transgressão como uma expressão fundamental, os parâmetros propostos em matéria de avaliação psicológica são estabelecidos em função da apreciação que deve ser feita das vicissitudes do processo adolescente, tomadas nas suas diversas expressões: inte...

  1. Prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women in Pelotas Prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto em Pelotas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Tavares

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To evaluate the prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women. METHODS: This is a cross-sectional study of postpartum women. The sample comprised mothers who have received prenatal care from the Brazilian National System of Public Heath in the city of Pelotas. Suicide risk and other mental disorders were evaluated using the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. A yes answer on one of the six interview questions was considered a sign of suicide risk. RESULTS: The sample consisted of 919 postpartum women. The 11.5% suicide prevalence was 4.62 (CI 2.45, 8.73 times higher in women with low educational levels. Women with comorbid depression or an anxiety disorder showed a 17.04 (CI 2.27; 19.96 times greater risk of suicide than those who did not suffer from any mood disorder. CONCLUSION: Lower education levels and psychiatric disorders are associated with suicide risk. Bipolar disorder is the psychiatric disorder with the highest impact on suicide risk.OBJETIVOS: Avaliar a prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto. MÉTODOS: Este foi um estudo em corte transversal com mulheres pós-parto. A amostra foi constituída de mães que receberam cuidados pré-natais prestados pelo Sistema Nacional de Saúde Pública do Brasil na cidade de Pelotas. O risco de suicídio e outros transtornos mentais foram avaliados pela Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. Uma resposta afirmativa a qualquer das seis perguntas é considerada um risco de suicídio. RESULTADOS: A amostra consistiu de 919 mulheres pós-parto. A prevalência do risco de suicídio foi de 11,5%. Ela foi 4,62 vezes mais alta (IC de 95% 2,45; 8,73 em mulheres de baixo nível educacional. Mulheres apresentando qualquer comorbidade para depressão e transtornos ansiosos tiveram uma chance 17,04 vezes maior (IC 95% 2,27; 19,96 àquelas que não apresentaram nenhum transtorno afetivo. CONCLUSÃO: Um n

  2. Jornada sobre Riscos Penals de la Banca en Línia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Fernández

    2006-02-01

    Full Text Available

    Ressenya de la jornada organitzada el desembre del 2005 sobre els nous riscos a què la banca en línia i el comerç electrònic estan sotmesos a causa de l'augment d'atacs de tipus pesca electrònica o phishing i altres defraudacions semblants.

  3. The Elementary Forms of Risk: The Mobility Immobilized / As Formas Elementares de Risco: A Mobilidade Imobilizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maximiliano E Korstanje

    2015-04-01

    Full Text Available Modernity and mobilities have been widely studied from many perspectives. Any movement opens new limens and boundaries that denote the status of travelers. In our days, neither the lineage nor the kinship determines the identity of subject. We often accept the belief that we live in a modern mobile world, which unlike ancient world, presents new opportunities to more free knowledge and social relations. But mobility engenders risks, and risk has been a buzz-word topic examined by sociology for more than 30 years. In contrast to current state of the art, that claims risks are negative elements that affect the advertising of tourist destinations, we argue that the risk is not only enrooted in capitalism, but also in the act of traveling. The concept of risk and mobilities are inextricably linked in the capitalist ethos. As Formas Elementares do Risco: A Mobilidade Imobilizada - Modernidade e mobilidade tem sido amplamente estudadas por diferentes vieses acadêmicosnos, nos últimos 30 anos. Muito embora seja amplamente aceito que estejamos vivendo em um mundo móvel, se em comparação com outras civilizações, pouco se considera-se que qualquer movimento ou deslocamento desafia a identidade  e a pertença do sujeito ao território. A mobilidade, por sua vez, também gera riscos, levando a que o mesmo seja uma categoria de análise importante; em contraste com o que tem sido escrito, que postula risco como um aspecto negativo na propaganda de destinos turísticos, defende-se neste ensaio o risco como parte inerente da viagem e da mobilidade. 

  4. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coutinho Evandro da Silva Freire

    2002-01-01

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  5. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro da Silva Freire Coutinho

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  6. FATORES DE RISCO PARA A MATERNIDADE ENTRE ADOLESCENTES VIVENDO COM HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Vescovi

    2016-07-01

    Full Text Available O presente estudo buscou identificar os fatores de risco para a vivência da gestação e maternidade em jovens vivendo com HIV. Realizou-se um estudo qualitativo de casos múltiplos com três jovens HIV+ (17 a 19 anos, primíparas, com bebês de 4 a 6 meses, recrutadas em serviços especializados de Porto Alegre, Brasil. Os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada e questionários de apoio social e adesão ao tratamento. Identificaram-se como fatores de risco para maiores dificuldades na vivência da gestação/maternidade: descoberta da soropositividade durante a gestação, baixa adesão ao tratamento antirretroviral e não realização desse tratamento pelo parceiro, além de dificuldades enfrentadas nos serviços de saúde. Os achados indicam a necessidade de busca ativa de adolescentes gestantes/mães que vivem com HIV e de inclusão do companheiro no seu acompanhamento de saúde, a fim de minimizar o impacto desses fatores de risco e facilitar a transição para a maternidade.

  7. Microcistinas: risco de contaminação em águas eutróficas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Kamogae

    2000-05-01

    Full Text Available O aumento populacional, aliado à modernização da sociedade, incrementou o consumo de água, tornando o represamento recurso imprescindível para atender à demanda. Inúmeros fatores inter-relacionados contribuem para agravar o risco da deterioração da água, dentre os quais se destacam as microcistinas. Estas hepatotoxinas, produzidas por cianobactérias dos gêneros Anabaena, Microcystis, Nostoc e Oscillatorias, consistem de heptapeptídio de estrutura monocíclica cujo risco iminente da constante ingestão se deve ao efeito de potente promotor de tumor. A produção de microcistinas é favorecida por fatores ambientais onde existe elevada concentração de nutrientes e luminosidade, fatores estes que se tornaram inevitáveis no atual ecossistema. A crescente eutroficação de água ocorre em ritmo acelerado, decorrente da poluição pela industrialização, lixo doméstico, práticas agrícolas, além da espoliação de recursos naturais. Com a finalidade de alertar a comunidade e despertar seu interesse, este trabalho discorre sobre microcistinas e fatores de risco - perspectivas de sua contaminação, objetivando ainda estabelecer medidas preventivas que minimizem a deterioração das águas.

  8. Fatores de risco na adolescência: discutindo dados do DF

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Tarouquella Brasil

    2006-12-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo investigar e discutir situações de risco psicossocial em adolescentes do Distrito Federal tomando por base a Teoria dos Sistemas Ecológicos. Foram aplicados 852 questionários em adolescentes de escolas públicas do DF, localizadas em regiões previamente selecionadas e com indicadores de risco psicossocial. Os resultados mostram que a violência, as tentativas de suicídio, a presença de drogas e a sexualidade são fatores de risco para os jovens. Contudo, estes adolescentes têm desenvolvido estratégias efetivas para a promoção de sua saúde, como o uso de preservativos nas relações sexuais, a convivência familiar cotidiana, a expectativa de apoio de vizinhos e líderes comunitários. Percebe-se que esta pode ser uma realidade específica do DF e salienta-se a necessidade de construção de Políticas Públicas que beneficiem as questões de prevenção à violência intrafamiliar, e também a obtenção de sustentabilidade econômica destes jovens.

  9. O RISCO NA CONCEPÇÃO DE INSTRUTORES DE ESPORTE DE AVENTURA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jairo Antônio Paixão

    Full Text Available Resumo O presente estudo buscou analisar a concepção de instrutores de esporte de aventura sobre o risco na prática do rapel vinculada a diferentes modalidades terrestres praticadas no estado de Minas Gerais. A partir de um estudo descritivo-exploratório com um grupo amostral composto por 35 instrutores (32 homens e 03 mulheres verificou-se que os instrutores reconhecem o risco como elemento inerente à prática do rapel. Os sujeitos apontam o domínio da técnica, o estado dos equipamentos específicos, a adoção de tecnologias e a capacidade para decifrar informações referentes ao ambiente natural como forma de controlar e minimizar o risco. Chama atenção a postura dos instrutores participantes dessa investigação que, apesar de buscarem vivenciar fortes emoções, sensação de adrenalina e liberdade, colocam como princípio fundamental a manutenção da vida.

  10. Relacionamento entre gerenciamento de risco e sucesso de projetos Relationship between risk management and project success

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roque Rabechini Junior

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa feita em quatro estados brasileiros sobre adoção de práticas de gerenciamento de riscos em projetos com diferentes tipos de complexidade. A pesquisa de campo envolveu 415 projetos de nove setores econômicos distintos. O material obtido foi coletado por meio de questionário aplicado em gerentes e membros de equipe de projetos. Os resultados mostraram que há impacto significativo e positivo da adoção de práticas de gerenciamento de riscos no sucesso dos projetos. Mostrou também que há dependência entre percepção de sucesso e presença/ausência de gerente de risco, havendo impacto positivo da presença do gerente de risco no sucesso dos projetos. As principais limitações da pesquisa concernem às escolhas metodológicas de amostra não probabilística, empregando questionário baseado na percepção dos respondentes. O trabalho originalmente integra a visão de práticas de gerenciamento de riscos com resultados em projetos, servindo de base para novos estudos em outros setores e áreas de conhecimento de projetos.This paper presents the results of an investigation in four Brazilian States on the adoption of Risk Management practices in projects with different complexity levels. The field research involved 415 projects from nine different economic sectors. Data was gathered through a questionnaire applied to managers and project team members. Results showed that there are significant and positive impacts in the adoption of Risk Management practices on project success. It also showed that there is dependence between perceived success and the presence/absence of a risk manager, i.e., the presence of a risk manager has positive impacts on project success. The major limitation of this study concerns the methodological choice: non-probability sample survey based on respondents perception. The work promotes the integration between Risk Management practices and projects performance

  11. Risco potencial do uso de medicamentos durante a gravidez e a lactação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alinne Souza RIBEIRO, Melquesedec Vieira SILVA, Priscilla Gomes GUERRA, Ketene Werneck SAICK, Michele Pereira ULIANA, Ricardo LOSS

    2013-12-01

    Full Text Available O uso de medicamentos na gestação e lactação sempre representou um desafio para os profissionais de saúde, uma vez que implica ação potencialmente danosa não apenas para a mulher, mas também para o concepto. A maioria dos fármacos administrados às mulheres grávidas atravessa a barreira placentária e expõe o embrião em desenvolvimento a seus efeitos farmacológicos, nas lactentes, podendo ocorrer a sua transferência para o leite materno. O objetivo do trabalho foi de analisar os riscos potenciais às mulheres, causados pela utilização dos fármacos comumente dispensados na cidade de Aimorés (MG, caso estes viessem a ser administrados em período de gestação e amamentação. Foram avaliados 21 medicamentos selecionados na cidade de Aimorés, tendo como base os mais dispensados entre as mulheres, identificados por meio de farmacêuticos de 10 farmácias municipais. Os medicamentos foram classificados de acordo com a categoria de risco da FDA (Food and Drug Administration. Dos fármacos estudados, 4,76% se enquadrou na categoria de risco A da FDA, na categoria B, 23,8%. Na C, 47,61% podem apresentar efeitos teratogênicos ou tóxicos para os embriões, enquanto na D foram identificados 19,04% fármacos que evidencia risco para os fetos humanos. Na categoria X, apenas 4,76% dos fármacos foram identificados. Observou-se que a maioria dos fármacos representa um risco considerável para o feto e o lactente caso a mãe utilize esses medicamentos durante o período de gestação e lactação. Constatou-se que o uso deve ser melhor monitorado pelos prescritores e a presença da intervenção farmacêutica na dispensação é de suma importância.

  12. INDICADORES ANTROPOMÉTRICOS E FATORES DE RISCO CARDIOVASCULAR EM TRABALHADORES RURAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hildegard Hedwig Pohl

    Full Text Available RESUMO Introdução: A obesidade tem provocado diversos agravos à saúde, impulsionada pela industrialização, avanços tecnológicos, urbanização e estilo de vida; esses aspectos estão relacionados com disfunções cardiovasculares. Diversos fatores estão associados aos problemas saúde da população, os quais podem ser previamente identificados com técnicas simples, como medidas antropométricas e escores de risco, usadas para determinar possíveis riscos. Objetivo: Relacionar variáveis antropométricas com o Escore de Risco de Framingham (ERF em trabalhadores rurais. Métodos: Estudo transversal com 138 trabalhadores rurais, submetidos ao questionário de estilo de vida, avaliação antropométrica, bioquímica, cardiovascular e determinação do ERF. A antropometria foi estimada com os indicadores índice de massa corporal, circunferência da cintura (CC, relação cintura-quadril (RCQ, índice de conicidade (IC e razão circunferência cintura-estatura (RCEst; o perfil bioquímico identificou colesterol total, colesterol HDL, colesterol LDL, triglicerídeos e glicemia; a função cardiovascular foi avaliada pela pressão arterial sistólica e pressão arterial diastólica em repouso. A partir das informações, os sujeitos foram classificados segundo o ERF em G1 (baixo risco, G2 (risco intermediário e G3 (alto risco. As análises estatísticas constaram de frequência e percentual, comparação de médias pelo teste Kruskal-Wallis, e correlação de Pearson ou Spearman, considerando p < 0,05. Resultados: Com relação aos ERF, 81,4% sujeitos do sexo feminino e 51,9% do masculino apresentaram baixo risco cardiovascular, com mais da metade dos trabalhadores com respostas inadequadas nos parâmetros RCQ (58,7%, RCEst (67,4%, CT (58,0% e LDL (52,9%. Na relação do total de pontos absolutos do ERF com as variáveis antropométricas, CC e RCEst demonstraram correlações fracas (0,293 e 0,175, respectivamente e RCQ e IC, correla

  13. Metodologia multivariada para avaliação do risco de crédito de operações bancárias

    OpenAIRE

    Moura, Heber José de

    2010-01-01

    Apresenta iane metodologia para etribuir texas de risco em empréstimos bancários, a partir do perfil ele risco pela operação solicitada. Baseia-se na existência de relações conjuntas entre os atributos associados às entidades Cliente, Operação e Conjuntura para a formação do risco de crédito do empréstimo.

  14. Metodologia de aprendizagem por riscos: uma simulação para projetos de inovação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerson Pech

    2015-12-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-8077.2015v17n43p9 Neste trabalho analisamos a necessidade de gerenciar riscos em projetos de inovação utilizando os dados da Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica – PINTEC. O objetivo deste trabalho é propor uma metodologia de gestão de riscos adequada a projetos de inovação cujo pilar é o estudo dos riscos a partir das suas causas relevantes. Nossa proposição tem a finalidade de gerar uma ferramenta de análise e controle dos riscos para ser utilizada ao longo das diversas fases da inovação. Realizamos uma simulação da aplicação dessa metodologia no projeto NUGI (Núcleo de Gestão da Inovação do Instituto Euvaldo Lodi de Pernambuco (IEL PE – instituição voltada para o apoio de projetos de inovação, entre outras atividades.  Dessa forma, foi possível comprovar que o método desenvolvido é capaz de instrumentalizar o processo de aprendizagem dos riscos e aumentar as chances de concretização das oportunidades.

  15. O biopoder e a gestão dos riscos nas sociedades contemporâneas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Vieira Caliman

    Full Text Available Tendo em vista as transformações no tecido social moderno e nos elementos do biopoder, característico deste período histórico, este artigo visa a contribuir com a reflexão acerca da dinâmica do poder sobre os corpos e sobre a vida na atualidade. Argumenta-se, baseando-se em estudos foucaultianos, que a centralidade da gestão dos riscos no mundo contemporâneo intensifica, não sem alterar, aspectos fundamentais do biopoder moderno. As políticas de assistência social brasileiras e as transformações no cenário da saúde pública, centradas na noção de risco, são analisadas como dispositivos de governo. Discute-se também como nesse processo a vida se torna, ao mesmo tempo, alvo de controle e espaço de resistência. Conclui-se que a análise das novas formas de subjetivação resultantes da integração do capital e da nova tecnologia do risco é fundamental na construção de uma nova estilística da existência e na criação de novos parâmetros analíticos para nossa atualidade. A nova situação abrange fatores complexos, contraditórios e em constante tensão, sendo possível falar da criação de uma infinidade de novos lugares de negociação, de poder, de alívio ou de desencadeamento do sofrimento, que necessitam da criação de outras mentalidades de análise.

  16. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Cervato

    1997-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.

  17. Avaliação da presença de risco para queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Rocha Machado

    2009-03-01

    Full Text Available As quedas são um importante fator causal para a dependência dos idosos, pois, estão relacionadas a um índiceelevado de incapacidade e de mortalidade. Objetivou-se avaliar os fatores de risco para quedas presentes em umgrupo de idosos de acordo com o diagnóstico de enfermagem “Risco para quedas” da NANDA (versão 2001/2002 edeterminar o grau de susceptibilidade aumentado para quedas nos idosos segundo a “Escala de risco de quedas deDownton”. Estudo descritivo realizado com 24 idosos no período de janeiro a julho de 2003 em um centro de saúde deFortaleza/CE. Distribuiu-se os fatores em: maior freqüência; menor freqüência e as categorias não citadas. Fatores derisco mais citados: quedas (87,5%; idade igual ou superior a 65 anos (70,8%; dificuldades visuais (95,8%;medicações (75%; quarto não familiar (62,5% e ausência de antiderrapante (95,8%. O processo deenvelhecimento provoca inúmeras alterações no organismo humano, podendo levar o indivíduo a sofrer mudanças noseu cotidiano ao longo do tempo, como a necessidade de ajuda para realizar as atividades de vida diária. As quedasneste grupo etário podem ser consideradas como fatores significativos de alerta a fim de evitar seqüelas físicas eemocionais decorrentes desses eventos.

  18. RISCOS LOGÍSTICOS NA DISTRIBUIÇÃO DE HORTIFRÚTI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emelly Anne Silva de Lima

    2017-03-01

    Full Text Available O desempenho do canal de distribuição é fator diferencial dentro do mercado. Os hortifrútis por sua vez, sofrem com alta perecibilidade e precisam de uma cadeia de suprimentos que viabilize sua distribuição. Com este foco, a presente pesquisa busca identificar os riscos e mensurar seus graus de importância no processo de distribuição. Para a obtenção de informações dos fatores de riscos consultou-se a literatura disponível e realizou-se entrevistas com os analistas de mercado da EMPASA (PB e CEASA-CE. Elaborou-se um questionário contendo uma lista de variáveis de risco, como instrumento inicial de pesquisa. O universo desta pesquisa foi formado pelos agentes de comercialização de hortifrútis e especialistas da EMPASA (PB e CEASA-CE. Para analisar os dados utilizou-se a análise fatorial. Dentre os principais resultados da pesquisa, os respondentes atribuíram alta importância às variáveis relativas à gestão operacional e controle de mercadorias, as quais demandam melhoria na infraestrutura e na organização dos processos administrativos. É possível visualizar também que as variáveis logísticas são relacionadas aos fatores externos e internos.

  19. Consumo e risco: mídia e experiência do corpo na atualidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Vaz

    2008-09-01

    Full Text Available Este artigo propõe a tese de que o conceito de risco orienta a concepção contemporânea de moralidade. A argumentação se organiza em dois eixos. Um é o diagnóstico de substituição da norma pelo risco como conceito básico por meio do qual os indivíduos na cultura ocidental pensam o poder de suas ações e, desse modo, habitam o tempo. Em outras palavras, esses conceitos orientam o modo como os indivíduos trabalham sobre seus corpos e estados mentais para conquistar um estado de ser no futuro tido como desejável. O segundo eixo aponta os fatores de mudança – a transformação recente do capitalismo e o desenvolvimento tecnocientífico – e propõe os modos como eles afetam a produção de subjetividade. Espera-se, por fim, apontar alguns elementos que explicam a relevância recente dos meios de comunicação para a moralidade cotidiana. Palavras-chave: Risco; norma; capitalismo; tecnologia; mídia. ABSTRACT This article presents the thesis that the concept of risk orients contemporary conceptions of morality. The argument is developed along two axes. First, the diagnostic of the substitution of norm by risk as the basic concept through which Western individuals conceive the power of their actions and therefore inhabit time. These concepts orient the ways in which individuals work upon their bodies and mental states in order to attain a desirable stateof being in the future. The second axe posits a recent transformation in capitalism and techno-scientific developments as agents in the production of subjectivity. Finally, the article elaborates key aspects of the recent relevance of communication media to quotidian morality. Keywords: Risk; norm; capitalism; technology; media.

  20. Identificação e classificação de riscos na implantação da produção enxuta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giuliano Almeida Marodin

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O processo de implantação de sistemas de produção enxuta é complexo, demorado e sujeito a uma série de riscos. Este artigo tem como objetivo identificar e classificar os riscos presentes na implantação da produção enxuta (IPE. As quatro etapas da pesquisa foram: (i revisão de literatura para identificação de riscos à IPE; (ii desenvolvimento e aplicação de um questionário a 57 respondentes, que avaliou as percepções acerca da probabilidade de ocorrência e impacto de cada risco apontado pela literatura; (iii análise dos resultados do questionário, que permitiu a classificação dos riscos por meio de uma análise fatorial exploratória; (iv estudo de caso para aprofundar a compreensão das relações entre os riscos em uma empresa na qual trabalhavam três respondentes dasurvey. Quatorze riscos à IPE foram identificados e classificados em três grupos: (i riscos associados ao papel das áreas de apoio; (ii riscos associados ao papel da alta e média gerência; e (iii riscos associados ao papel dos níveis operacionais. Uma vez que os riscos dentro de cada grupo são fortemente inter-relacionados, essa classificação pode contribuir para o planejamento e implantação de ações de controle destes.

  1. Paralisia do Plexo Braquial. Prevalência e factores de risco

    OpenAIRE

    Caldeira, Teresa; Santos, Mafalda; Teixeira Valente, Eugénio; Vilarinho, António

    2014-01-01

    Objectivos: Determinar a prevalência da paralisia do plexobraquial na população nascida num hospital de apoio perinataldiferenciado da região do Grande Porto, e identificar possíveisfactores de risco associados.Material e métodos: Estudo caso-controlo anichado em estudotransversal de determinação da prevalência dos casos de paralisiado plexo braquial detectados ao nascimento nos anos de 1999--2003. Os casos foram comparados com uma amostra aleatória de60 recém-nascidos contemporâneos (control...

  2. Jornalismo científico e risco epidemiológico Scientific journalism and epidemiological risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olinda do Carmo Luiz

    2007-06-01

    Full Text Available A importância dos meios de comunicação na construção simbólica tem sido reconhecida por diversos segmentos. Dentre as inúmeras matérias nos jornais diários sobre saúde, muitas se referem a estudos médicos cujas fontes são publicações científicas tendo como foco um novo risco. A divulgação nos meios de comunicação de massa sobre os estudos de risco também é tema de editoriais e artigos em revistas científicas, enfocando o problema das distorções e a elaboração de notícias contraditórias. O presente artigo tem como objetivo explorar os significados e conteúdos da divulgação científica dos estudos sobre risco nos jornais diários de grande circulação. Foram analisadas as notícias e as respectivas publicações científicas que serviram de fonte durante o ano de 2000. Observou-se que "risco" é apresentado nas pesquisas científicas como uma "caixa preta" na acepção de Latour e que as notícias ocultam as controvérsias científicas e atribuem uma dimensão maior à associação entre hábitos comportamentais e a ocorrência das doenças, ressaltando ainda mais os aspectos individuais da abordagem epidemiológica em detrimento do enfoque coletivo.The importance of the communications media in the construction of symbols has been widely acknowledged. Many of the articles on health published in the daily newspapers mention medical studies, sourced from scientific publications focusing on new risks. The disclosure of risk studies in the mass media is also a topic for editorials and articles in scientific journals, focusing the problem of distortions and the appearance of contradictory news items. The purpose of this paper is to explore the meaning and content of disclosing scientific risk studies in large-circulation daily newspapers, analyzing news items published in Brazil and the scientific publications used as their sources during 2000. The "risk" is presented in the scientific research projects as a "black box

  3. Defeito cognitivo ligeiro entidade de risco para doença de Alzheimer

    OpenAIRE

    Magalhães, Joana Caldas

    2007-01-01

    Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Física e Departamento de Informática Licenciatura em Engenharia Biomédica Defeito Cognitivo Ligeiro, entidade de risco para Doença de Alzheimer: estudo Integrado de Variáveis de Prognóstico Autores: Joana Caldas Magalhães Data: Setembro de 2007 Professores Orientadores: Doutor António Dourado Correia Doutor Marco Vieira Supervisora: Doutora Isabel Santana O Defeito Cognitivo Ligeiro (DC...

  4. RISCOS E SATISFAÇÃO NO TRABALHO DE FRENTISTAS DE POSTOS DE COMBUSTÍVEL

    OpenAIRE

    Anahlú Peserico

    2016-01-01

    O presente estudo tem como objetivo geral conhecer a percepção de trabalhadores frentistas de postos de combustíveis acerca dos riscos e satisfação no trabalho. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, do tipo exploratório-descritivo. O referencial teórico deste estudo foi a Psicodinâmica do Trabalho. O cenário do estudo foi oito postos de combustíveis localizados na área urbana do município de Santa Maria/RS e os participantes foram oito trabalhadores frentistas de diferentes postos d...

  5. Prevalência e fatores de risco relacionados ao uso de drogas entre escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Baus

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e os fatores de risco relacionados ao uso indevido de drogas entre estudantes de uma escola pública de primeiro e segundo graus. MÉTODOS: Foi realizado estudo descritivo transversal, utilizando, como instrumento de pesquisa, um questionário anônimo, padronizado e amplamente testado no Brasil para levantamento do uso de drogas. A população estudada foi constituída de 478 estudantes de escola pública de primeiro e segundo graus, de Florianópolis, SC. Os questionários foram aplicados por estudantes universitários devidamente treinados. Entre os estudantes pesquisados, 43% e 32% foram de faixa etária de 13 a 15 anos e de 16 a 18 anos, respectivamente, com predomínio de classes socioeconômicas mais altas. RESULTADOS: A prevalência de uso de maconha na vida (19,9%, solventes (18,2%, anfetamínicos (8,4% e álcool (86,8% foi elevada em Florianópolis, comparada a outras capitais da região Sul e à média brasileira. Notou-se elevado e freqüente uso (seis ou mais vezes por mês de álcool (24,2%, maconha (4,9%, solventes (2,5% e anfetamínicos (2,3%. Os fatores demográficos relacionados ao uso de drogas na vida foram idade, sexo, classe socioeconômica e vida junto aos pais. A chance de garotas usarem remédios para emagrecer ou ficarem acordadas foi o dobro da chance de garotos e, quanto ao uso de tranqüilizantes, quase o triplo. Os garotos tinham um risco quase duas vezes maior de uso de solvente do que as garotas. A classe socioeconômica alta foi associada a um risco duas vezes maior do uso de álcool do que a classe baixa. O risco de uso de cigarro e maconha na vida foi 84% e 67% maior, respectivamente, para alunos cujos pais estavam separados. CONCLUSÃO: Constatou-se alta prevalência de uso de várias drogas entre os alunos de primeiro e segundo graus.

  6. Risco psicossocial, fatores protetores e psicopatologia na população reclusa

    OpenAIRE

    Vieira, Cristiana Isabel da Rosa Santana Aldeias

    2012-01-01

    Dissertação de mest., Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde), Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2012 O presente estudo tem como objetivo identificar as variáveis contextuais e individuais, os indicadores de risco psicossocial e de comportamento delinquente que possam estar associados a psicopatologia em indivíduos com percurso delinquente, e especificamente, à percepção de resiliência na infância e à vivência de acontecimentos de vida negativos. Foram inquirido...

  7. Associação entre peso de nascimento e fatores de risco cardiovascular em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Amenaide Carvalho Alves de Sousa

    2013-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Peso ao nascer (PN é um determinante de risco a médio e longo prazo de fatores de risco cardiovascular. OBJETIVO: Estudar a associação entre peso ao nascer e fatores de risco cardiovascular em adolescentes de Salvador. MÉTODOS: Estudo de corte transversal com grupos de comparação por PN. Amostra composta de 250 adolescentes, classificados segundo IMC: normal alto (>p50 e p85 ep95. As variáveis de risco para comparação foram: circunferência abdominal, pressão arterial, perfil lipídico, glicemia, insulina sérica, HOMA-RI e síndrome metabólica. Peso de nascimento foi informado pelos pais e classificado como baixo peso (PN 4.000g. RESULTADOS: Cento e cinquenta e três (61,2% meninas, idade 13,74 ± 2,03 anos, PN normal 80,8%, baixo PN 8,0% e alto PN 11,2%. Observou-se maior frequência de obesidade (42,9%, p=0,005, PAS e PAD elevadas (42,9%, p=0,000 e 35,7%, p=0,007, respectivamente e síndrome metabólica (46,4%,p =0,002 no grupo com PN alto em relação ao PN normal. Indivíduos de alto PN apresentaram RP para PAS elevada 3,3(I.C. 95%, 1,7-6,4 e para obesidade 2,6 (I.C. 95%, 1,3-5,2 em relação aos com PN normal. A CA foi 83,3 ± 10,1 [p=0,038] nos adolescentes com alto PN. O perfil lipídico não mostrou diferenças estatisticamente significantes. CONCLUSÃO: Os dados sugerem que obesidade, PAS e PAD elevadas e síndrome metabólica na adolescência têm chance significativa de associar-se a alto peso no nascimento.

  8. O tabaco como factor de risco para a doença periodontal

    OpenAIRE

    Duarte, Cláudia Sofia Cabrita

    2013-01-01

    Tese de mestrado, Medicina Dentária, Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Dentária, 2013 O tabaco tem sido apontado como causa de diversas doenças. Entre elas, encontra-se a doença periodontal, sendo que esta relação tem vindo a ser estudada desde há aproximadamente 20 anos. Actualmente, o tabaco é considerado um factor de risco para a doença periodontal, no entanto, os mecanismos por detrás desta relação ainda são pouco claros. Simultaneamente, o tabaco desencadeia também alteraç...

  9. Factores de Risco da Depressão Pós-Parto: Uma Abordagem Multidimensional

    OpenAIRE

    Marques, Mariana Vaz Pires

    2012-01-01

    Tese de doutoramento em Ciências da Saúde, no ramo de Ciências Biomédicas, apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Introdução: São poucos os estudos que, no nosso país, tenham investigado simultaneamente o papel de factores de risco (FRs) e correlatos pertencentes a vários domínios (e.g. clínico, social…) no desenvolvimento de sintomatologia depressiva no pós-parto (PPt)/depressão pósparto (DPP). Por outro lado, quer em Portugal, quer internacionalmente, pou...

  10. Adolescência, comportamento sexual e fatores de risco à saúde

    OpenAIRE

    Assis, Simone Gonçalves de; Gomes, Romeu; Pires, Thiago de Oliveira

    2014-01-01

    OBJETIVO : Analisar a relação entre comportamento sexual e fatores de risco à saúde física ou mental entre adolescentes. MÉTODOS : Estudo realizado com 3.195 escolares de 15 a 19 anos de idade, do segundo ano do ensino médio de escolas públicas e particulares das capitais de 10 estados do Brasil, em 2007-2008. Foi utilizada amostragem por conglomerados com multiestágio de seleção (escolas e alunos) em cada cidade e rede de ensino pública e particular. Foi aplicado questionário a todos os ...

  11. Factores de risco para a incidência de patologia peri-implantar

    OpenAIRE

    Nobre, Miguel Alexandre de Araújo, 1977-

    2011-01-01

    Tese de mestrado, Epidemiologia, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2012 Contexto – A patologia peri-implantar consiste numa reacção inflamatória acompanhada de perda do osso de suporte na zona dos tecidos circundantes do implante em função podendo conduzir ao insucesso do implante. É necessário produzir mais conhecimento na área dos factores de risco associados a esta patologia. Objectivo – O objectivo geral deste estudo consistiu na identificação dos possíveis factores ass...

  12. Novos direitos no estado democrático de direito: meio ambiente e sociedade de risco

    OpenAIRE

    Malgarim, Emmanuelle de Araújo

    2015-01-01

    O presente trabalho analisa a crise ambiental a partir da relação estabelecida entre o homem e a natureza ao longo da História e, como os movimentos ambientais influenciaram e ainda atuam para a formação de um sujeito ecológico, com modos próprios de pensar a si mesmo e as relações com os outros neste mundo. Contextualiza-se a sociedade contemporânea mediante a idéia de sociedade de risco proposta por Urich Beck, ao passo que os problemas ambientais tomaram proporções globais, gerando...

  13. O risco beta dos planos de pensões do sistema individual na espanha

    OpenAIRE

    García Padrón, Yaiza; García Boza, Juan

    2011-01-01

    O principal objetivo deste trabalho é estudar rigorosamente o risco beta dos planos de pensões do sistema individual na Espanha para o período de 1995-2003, analisando sua caracterização, estabilidade assim como seu prognóstico através de diversas medidas que permitam ratificar os resultados. Para isso, analisa-se a mostra de planos de forma conjunta assim como dividida em três grupos em função do peso da renda variável (renda variável-variável mista, renda fixa mista II e renda fixa mista I)...

  14. Via de parto e risco para mortalidade neonatal em Goiânia no ano de 2000 Obstetric delivery and risk of neonatal mortality in Goiânia in 2000, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margareth Rocha Peixoto Giglio

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar os fatores responsáveis pela associação entre via de parto normal e maior mortalidade neonatal, em coorte de recém-nascidos. MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectiva, constituído por meio do sistema de linkage a partir dos arquivos do Sistema de Informações de Nascimentos e do Sistema Informações de Mortalidade, onde foram incluídos todos os recém-nascidos de Goiânia, no ano de 2000. Foi realizada análise estratificada da via de parto e das categorias de hospital de nascimento por fatores de risco para a mortalidade neonatal, com cálculo do Risco Relativo, com nível de significância de 5%. As associações estatísticas foram analisadas utilizando o teste qui-quadrado com nível de significância de 5%. RESULTADOS: O parto normal foi mais realizado que o operatório em situações de maior risco para a morte neonatal. Os hospitais públicos, onde o parto normal foi mais freqüente, atenderam a população de maior risco para a morte neonatal. Os hospitais privados sem atendimento ao Sistema Único de Saúde realizaram a cesariana em 84,9% dos casos. Nesses serviços, o parto normal foi realizado principalmente em situações de risco para a morte neonatal como: prematuridade extrema e muito baixo peso ao nascer. CONCLUSÕES: A associação entre parto normal e maior ocorrência de óbito neonatal decorreu de viés de seleção devido à distribuição das gestantes na rede hospitalar e, ainda, da realização quase universal de cesarianas em gestações de baixo risco e do parto normal nas gestações de alto risco para a morte neonatal.OBJECTIVE: To determine factors associated to vaginal delivery and increased neonatal mortality in cohort studies of newborns. METHODS: A retrospective cohort study was carried out using linkage data from the Information System on Live Births and Mortality Data System database, which included all newborns in Goiânia for the year 2000. A stratified analysis of delivery routes

  15. Uma abordagem probabilística para a avaliação de riscos em cadeias de suprimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kevin P McCormack

    2010-08-01

    Full Text Available Este artigo apresenta uma proposta envolvendo a aplicação do conceito de redes Bayesianas para o gerenciamento de riscos em cadeias de suprimento, especificamente no relacionamento de díades fornecedor-cliente, a partir do mapeamento de categorias de risco e de eventos correlatos. O trabalho pode ser identificado como uma tentativa de contribuição à construção de modelos preditivos que permitam dar suporte ao processo de tomada de decisão gerencial, no tocante ao gerenciamento e mitigação de riscos. No artigo, um exemplo hipotético foi desenvolvido para se ilustrar a potencialidade de aplicação de redes Bayesianas para os fins propostos. O artigo detalha, por fim, a potencialidade do modelo teórico-conceitual proposto, bem como de questões relevantes para futuras pesquisas sobre o tema.

  16. Riscos ocupacionais de uma indústria calçadista sob a ótica dos trabalhadores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Reinher da Luz

    2013-02-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivo identificar os riscos ocupacionais de uma indústria calçadista sob a ótica dos trabalhadores, bem como as medidas preventivas adotadas por eles contra os riscos. Realizou-se um estudo qualitativo, descritivo. A amostra foi composta por quinze trabalhadores. Os dados foram coletados por entrevista semiestruturada e analisados à luz da análise de conteúdo. Foram respeitados os aspectos éticos e a pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Os resultados apontam que os trabalhadores são conhecedores dos riscos do seu processo de trabalho, faziam uso de medidas de proteção individual e a empresa disponibilizava dispositivos de segurança, informando e realizando, periodicamente, visitas aos setores, na perspectiva de desenvolver ações educativas.

  17. Estudo dos indicadores de qualidade e de risco na interaça o mãe-filho(a)

    OpenAIRE

    Rodrigues, Rosa Cristina Cortinhas

    2012-01-01

    O presente estudo tem como principal objetivo identificar na interação mãe- bebés de 3 meses, indicadores de risco e de qualidade e, consequentemente, criar um guião que ajude os profissionais a identificar esses mesmos indicadores. Para o efeito observámos 30 díades mãe-filho(a) em jogo livre distribuídas em dois grupos: 1) 12 díades sem condições assinaláveis de risco e 2) 18 díades em risco socioeconómico. O comportamento interativo dos bebés e das mães foi avaliado através do Child-Adu...

  18. Modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: O objetivo foi construir um modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino. Participaram 1.358 adolescentes de quatro cidades. Foram avaliados os comportamentos de risco para os transtornos alimentares, insatisfação corporal, pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, sintomas depressivos e perfeccionismo por intermédio de escalas psicométricas. Peso, estatura e dobras cutâneas foram aferidos para calcular o índice de massa corporal (IMC e o percentual de gordura (%G. O modelo de equação estrutural explanou 76% da variância dos comportamento de risco (F(9, 1.351 = 74,50; p = 0,001. Os achados indicaram que a insatisfação corporal mediou a relação entre as pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, IMC, %G e os comportamentos de risco (F(9, 1.351 = 59,89; p = 0,001. Vale destacar que embora os sintomas depressivos não tenham se relacionado com a insatisfação corporal, o modelo indicou relação direta com os comportamentos de risco para os transtornos alimentares (F(2, 1.356 = 23,98; p = 0,001. Concluiu-se que somente o perfeccionismo não aderiu ao modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiras.

  19. Eventos adversos relacionados à terapia ventilatória em recém-nascidos de alto risco

    OpenAIRE

    França, Débora Feitosa de

    2016-01-01

    Objetivou-se analisar os eventos adversos relacionados à terapia respiratória em recém-nascidos de alto risco de uma unidade neonatal. Trata-se de um estudo observacional, longitudinal e prospectivo, realizado em uma maternidade, unidade de referencia no Estado do Rio Grande do Norte para gravidez e nascimento de alto risco. Os dados foram coletados no período de abril a setembro 2016, após aprovação do projeto no Comitê de Ética em Pesquisa da UFRN com CAAE nº 51832415.0.0000.5537. A amostra...

  20. A MODERNA SOCIEDADE DE RISCO E A CONSTRUÇÃO DA HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Rosa Rodrigues

    2013-04-01

    Full Text Available As transformações que ocorrem na modernidade, impulsionadas pela globalização e desenvolvimento industrial e tecnológico produzem riquezas, o que geralmente vem acompanhado da produção de riscos. Essas riquezas trazem consigo ameaças incertas, o que gera inquietação na sociedade. O presente trabalho trata do risco na modernidade reflexiva no caso da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, a qual vem sendo feito sob muita polêmica, principalmente pelo dano ambiental que ameaça causar.

  1. Análise de preço e de risco de mercado de contratos futuros da divida externa

    OpenAIRE

    Américo José Marques de Pinho

    2005-01-01

    O crescente volume de transações e a diversidade no mercado de derivativos leva a busca de modelos mais sofisticados para a estimação do preço e o cálculo do risco nesse mercado. Associada a essa premissa em alguns momentos de grande liquidez mundial, círculos virtuosos de melhoria na economia mundial e queda dos prêmios de risco individuais dos títulos emitidos pelos países tidos como desenvolvidos (EUA, alguns países da comunidade européia e outros), os grandes investidores mundiais podem p...

  2. Os sentidos do risco na gravidez segundo a obstetrícia: um estudo bibliográfico

    OpenAIRE

    Gomes, Romeu; Cavalcanti, Ludmila Fontenele; Marinho, Alice Salgueiro do Nascimento; Silva, Luiz Guilherme Pessôa da

    2001-01-01

    O estudo objetiva analisar o conceito de gravidez de alto-risco, em artigos publicados nos anos 90, num periódico brasileiro representativo do campo da Ginecologia/ Obstetrícia. Em termos metodológicos, articulam-se as abordagens quantitativa e qualitativa, no estudo de 40 artigos. A análise dos dados revela: uma diversidade dos sentidos atribuídos à gravidez de alto-risco e a redução do debate sobre o assunto. Dentre as conclusões, aponta-se a necessidade da perspectiva interdisciplinar na a...

  3. Risco ocupacional em unidades de Suporte Básico e Avançado de Vida em Emergências

    OpenAIRE

    Zapparoli, Amanda dos Santos; Marziale, Maria Helena Palucci

    2006-01-01

    O estudo objetivou identificar os fatores de risco ocupacional a que estão expostos os profissionais da equipe das Unidades de Suporte Básico e Avançado de Vida em Emergências. Utilizou-se a técnica de entrevista semi-estruturada para coleta dos dados. Constituíram-se sujeitos do estudo 40 trabalhadores de duas equipes do Sistema de Atendimento Médico a Urgência de uma cidade do interior do Estado de São Paulo. Os fatores de risco identificados pela maioria dos trabalhadores foram: físicos (e...

  4. Prevalência dos indicadores de risco para perda auditiva nos resultados 'falha' da triagem auditiva neonatal

    OpenAIRE

    Oliveira, Conceição S.; Santiago, Daiane B.; Valente, Júlia de S. P.; Borja, Ana L. V. de F.; Bernardi, Alice P. de A.

    2015-01-01

    OBJETIVO: estabelecer qual indicador de risco para perda auditiva apresenta maior prevalência de resultados 'falha' da Triagem Auditiva Neonatal. MÉTODOS: a partir de análise retrospectiva de 702 prontuários de lactentes submetidos à triagem auditiva neonatal no Ambulatório de Audiologia da Universidade Federal da Bahia no período de 2007 a 2011, foi realizado o teste do qui-quadrado para a hipótese de ausência de associação entre os indicadores de risco e a 'falha' da Triagem Auditiva Neonat...

  5. Fatores de risco e o significado do consumo de drogas em adolescentes e jovens marginais de bandos juvenis

    OpenAIRE

    Francisco Rafael Guzman Facundo

    2007-01-01

    O abuso no consumo de drogas constitui problema social e de saúde pública na maioria dos países pelas múltiplas conseqüências negativas que provocam sobre o desenvolvimento emocional e físico das pessoas. Grupos reconhecidos como de maior risco para consumir drogas são os grupos marginais e, dentro destes, estão os adolescentes e jovens pertencentes aos bandos juvenis. Os objetivos do presente estudo foram: analisar o efeito dos fatores de risco pessoais (idade, sexo, problemas de saúde menta...

  6. Fatores de risco cardiovascular em adultos jovens de um município do Nordeste brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emiliana Bezerra Gomes

    2012-08-01

    Full Text Available Objetivou-se averiguar fatores de risco cardiovasculares em adultos jovens num interior do Nordeste brasileiro. Estudo quantitativo realizado com 351 escolares adultos jovens de 12 escolas públicas em Juazeiro do Norte, Ceará, selecionados aleatoriamente e estratificados por escola e turno. Os resultados apresentaram maioria feminina, mestiça, conciliando estudo e trabalho, sem companheiro(a e morando com os pais. Houve sedentarismo (57,3%, obesidade/sobrepeso (19,4%, adição de sal à comida (54,4%, ingestão alcoólica (76,1%, hipertensão arterial (1,1% com 50% de não adesão ao tratamento, diabetes mellitus (0,6% e antecedentes familiares de doenças cardiovasculares (86,3%. Caracterizar os riscos cardiovasculares entre os adultos jovens direciona ações de saúde e potencialidades nas parcerias com as escolas.

  7. Câncer de mama: fatores de risco e detecção precoce

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pamella Araújo da Silva

    2011-12-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar fatores de risco, segundo o INCA, para câncer de mama, analisar conhecimento e realização do AEM, ECM e mamografia, e verificar relação entre idade e escolaridade com conhecimento e realização desses exames. Dados coletados, durante dez meses, por entrevista com mulheres em quimioterapia contra câncer de mama, analisados por freqüência estatística simples. Observou-se concordância com a minoria dos fatores de risco. Todos os exames eram conhecidos e praticados pela maioria, exceto a mamografia realizada pela metade. As mais velhas praticavam principalmente AEM e mamografia, e as mais jovens ECM. Houve relação diretamente proporcional entre conhecimento desses exames e escolaridade. Os profissionais de saúde precisam orientar a população sobre câncer de mama, para permitir tratamentos mais resolutivos e menos mutiladores.

  8. Fatores de risco para a coluna: avaliação em consulta de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Edla de Oliveira Bringuente

    1997-09-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como propósito estudar os fatores de risco que afetam a pessoa com dor na couna, identificando-os e implementando uma proposta de intervenção, composta de um programa de educação à saúde, fundamentado no ensino do autocuidado, pressupostos filosóficos humanista-existenciais e abordagens equalizadoras do estresse, dentre elas, atividades reintegradoras músculo-esqueléticas, técnicas básicas de equalízação do estresse e massagens. Foi desenvolvido junto a uma população de 42 clientes, tendo sido utilizados na coleta de dados dois instrumentos que integraram o protocolo de consultas de enfermagem. Os resultados demonstraram a existência de fatores de risco associados e modificáveis mediante programas de educação à saúde. O processo avaliativo contribuiu para que se tivesse uma visão das medidas terapêuticas, utilizando nessa abordagem cuidados não convencionais, contribuindo, outrossim, na melhoria da qualidade de vida desses clientes.

  9. Saúde e segurança e a subjetividade no trabalho: os riscos psicossociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Salek Ruiz

    Full Text Available Este ensaio apresenta reflexões sobre saúde e segurança no trabalho destacando as recentes propostas de inclusão dos aspectos psicossociais nas abordagens dos riscos ocupacionais que tradicionalmente valorizam apenas os aspectos objetivos (químicos, físicos e biológicos. Para subsidiar as colocações aqui mencionadas, foram utilizados referenciais teórico-metodológicos que, adotando uma perspectiva dinâmica, partem da atividade, do trabalho real, especialmente a psicodinâmica do trabalho e a perspectiva ergológica. Aponta-se para a necessidade de revisitar os atuais modelos de gestão de riscos ocupacionais centrados no controle e no cumprimento fiel das orientações, incorporando também as dimensões subjetivas, aquilo que é da ordem do não antecipável, que advém das situações reais com suas dramáticas, encontros, escolhas e ressingularizações. Nesse sentido, ressaltada a dimensão gestionária das atividades, seus protagonistas são convocados não apenas a cumprir prescrições elaboradas por especialistas, mas também a exercer, individual e coletivamente, a coautoria na gestão de sua saúde, segurança, trabalho e vida.

  10. Redução de riscos na perspectiva dos praticantes de barebacking: possibilidades e desafios

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Augusto Vasconcelos da Silva

    2012-08-01

    Full Text Available Este artigo discute uma modalidade de barebacking (sexo anal desprotegido denominada de parcial ou com redução de riscos. Esta discussão é decorrente de uma etnografia online sobre os sentidos e práticas de barebacking, no contexto brasileiro, entre os anos de 2004 a 2007. Entretanto, ao focalizar a redução de riscos no barebacking, este artigo traz outras formas, práticas, possibilidades eróticas de realização e entendimento do mesmo. É o caso, por exemplo, quando alguns praticantes evitam ejacular dentro ou receber o esperma do parceiro, buscam ser mais receptivos ou insertivos ou manter relações sexuais desprotegidas com parceiros do mesmo status sorológico. Nessa direção, torna-se importante discutir as possibilidades e limites de modelos alternativos de prevenção utilizados no cotidiano de diferentes pessoas, levando-se em consideração as preferências sexuais, dinâmica dos relacionamentos, crenças, discursos, experiências e contextos interativos.

  11. Organizadores e cortadores de comprimidos: riscos e restrições ao uso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Ribeiro de Borja-Oliveira

    2013-02-01

    Full Text Available Com base em análise documental, foram discutidas e problematizadas as limitações associadas à utilização de organizadores e cortadores de comprimidos, como questão de saúde pública. Os organizadores destinados ao armazenamento e transporte de comprimidos e cápsulas expõem essas formas farmacêuticas a fatores ambientais dos quais estariam protegidos em suas embalagens originais, comprometendo sua estabilidade, eficácia e segurança. Os cortadores oferecem risco adicional quanto a perda da eficácia, reações adversas e intoxicação. Por outro lado, o transporte de medicamentos pelo usuário é reflexo da conciliação entre autonomia e autocuidado e a partição de comprimidos é necessária para cumprir certos regimes posológicos. Conclui-se que cabe aos profissionais observar e orientar pacientes e cuidadores, visando à adequação dessas condutas e à prevenção dos riscos envolvidos.

  12. Relacionamento violento na adolescência e risco de DST/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taquette Stella R.

    2003-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de verificar se o relacionamento afetivo com violência está associado a um maior risco de DST/AIDS, foi realizada uma pesquisa com jovens entre 14 e 22 anos, moradores de comunidades carentes de dois bairros da cidade do Rio de Janeiro. Utilizou-se método qualitativo por meio de grupos focais de gênero e entrevistas individuais. Na análise do material coletado observou-se que a violência faz parte do cotidiano desses jovens nas comunidades em que vivem e dentro de suas próprias famílias. Os fatores identificados como geradores de violência no relacionamento interpessoal foram: falta de dinheiro e de emprego, uso de drogas e álcool, ciúme e infidelidade. Os adolescentes afirmaram que não há negociação quanto ao uso de preservativo quando o parceiro é violento, o que pode ter como conseqüência um maior risco de DST/AIDS. Os resultados indicam que o problema da violência é multifatorial e quando está presente nos relacionamentos interpessoais pode dificultar a proteção em relação às DST/AIDS.

  13. Epidemiologia e manejo dos fatores de risco na Síndrome Coronariana Aguda na mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Camilo Pellegrino dos Santos

    2009-07-01

    Full Text Available Nesta revisão bibliográfica os autores abordam as pesquisas mais recentes que enfocam peculiaridades relativas ao sexo feminino no desenvolvimento e evolução da doença arterial coronariana (DAC, dada sua alta prevalência, importância sobre a mortalidade e morbidade e elevado importe nos gastos de saúde pública. De maneira geral, as doenças isquêmicas do coração demonstraram taxas mais elevadas no sexo masculino; no entanto, em idades mais avançadas, a diferença entre os sexos tende a ter uma diminuição. O tabagismo, ingestão de álcool, dieta, obesidade e síndrome metabólica constituem os principais fatores de risco modificáveis implicados no desenvolvimento de DAC no sexo feminino. Já dentre os não modificáveis temos a hipertensão, diabetes, dislipidemias e a menopausa. Entre as mulheres ainda a depressão desponta como um fator de risco de destaque no desenvolvimento da DAC.

  14. Zinco e risco cardiovascular de pacientes nefropatas em tratamento de hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ádila da Silva Castro

    2018-02-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar a relação entre concentração de zinco e risco cardiovascular em pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise. Métodos: Estudo analítico, retrospectivo e transversal, realizado em Fortaleza, Ceará, em 2012, do qual participaram 43 adultos com insuficiência renal crônica em hemodiálise (grupo HD e 35 saudáveis (CO - controle. Coletaram-se dados socioeconômicos e bioquímicos (colesterol total - CT, lipoproteína de baixa densidade - LDL, lipoproteína de muito baixa densidade - VLDL, lipoproteína de alta densidade - HDL e triglicerídeos - TG; determinou-se zinco plasmático por espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado; coletou-se perfil lipídico do grupo HD do prontuário e do grupo CO por meio de kit Bioclin®. Obteve-se colesterol não-HDL pela fórmula: não-HDL = CT – HDL-c. Calculou-se risco cardiovascular pela razão TG/HDL, considerando risco quando >3,8. Análises por meio de testes t de Student, Pearson ou Spearman. Resultados: O zinco do grupo HD encontrou-se abaixo da referência e menor (p<0,001 em relação ao controle (68,40µg/dL e 85,53µg/dL, respectivamente. HDL no grupo HD mostrou-se abaixo da recomendação (39,64±11,58. VLDL (29,02±14,03mg/dL do grupo HD foi maior (p<0,001 que no CO (15,47±10,65mg/dL. LDL do grupo HD maior que no CO (p=0,05 e o TG no grupo HD (145,14±70,15mg/dL maior (p<0,001 que no CO (77,35±53,25mg/dL. Encontrou-se razão TG/HDL no grupo HD de 4,02±2,60 (p=0,04, indicando maior risco cardiovascular. Pacientes com maior relação TG/HDL apresentaram menores níveis de zinco (p=0,011. Conclusão: Os pacientes em hemodiálise apresentaram deficiência de zinco e possuíam elevado risco cardiovascular, porém sem correlação entre zinco e perfil lipídico.

  15. Risk analysis and management of pipeline systems - the TRANSPETRO's experience in Sao Paulo and Brazil's Mid-West; Analise e gerenciamento de riscos de sistemas de dutos - a experiencia da TRANSPETRO em Sao Paulo e no Centro Oeste

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Torres, Carlos Alberto Rodrigues; Yogui, Regiane Tiemi Teruya [TRANSPETRO - PETROBRAS Transporte S.A., Rio de Janeiro, RJ (Brazil)

    2003-07-01

    Risk Analysis is an important instrument on risk management and emergency control. TRANSPETRO has a long pipeline network to transport oil and by-products in Sao Paulo State and Brazil Midwest. The beginning of the elaboration of Risk Analysis in TRANSPETRO was in 1987 and extended continually until 2000. Since 2001, with the Excellence Program on Environmental and Operational Safety Management, a review of Risk Analysis has been done on all pipeline's system. This work presents the experience acquired, the main difficulties, the solutions adopted, the results about individual and social risks, the main risk management actions and the evolution of the studies during the last fifteen years pointing out the technical development of the TRANSPETRO, the environment agency and the consultant companies. (author)

  16. Riscos químicos hospitalares e gerenciamento dos agravos à saúde do trabalhador de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Sabbadini da Silva

    2012-04-01

    10. Leitão IMTA, Fernandes AL, Ramos IC. Saúde ocupacional: Analisando os riscos relacionados à equipe de enfermagem numa unidade de terapia intensiva. Cienc Cuid Saúde. 2009, Out-Dez; 7(4: 476-84

  17. Análise de propostas de gestão de riscos em ambientes com atividades envolvendo nanomateriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Renato Balbão Andrade

    2013-11-01

    Full Text Available A manipulação de nanomateriais apresenta enormes desafios para a gestão de ris-cos em pesquisa e na produção de novos materiais. Porém, os dados sobre os impactos destes novos materiais sobre a saúde humana e meio ambiente precisam ser ampliados. Vários esforços têm sido feitos para mitigar as adversidades e oferecer diretrizes para a gestão destes riscos associados aos nanomateriais. Este artigo objetiva fornecer visão ampla e comparativa entre as principais propostas existentes na literatura. A metodologia utilizada foi análise sistemática englobando 17 propostas de gestão de riscos com nanomateriais. Os resultados indicam que, embora não haja consenso sobre as métricas utilizadas para caracterizar os riscos dos nanomateriais, a adoção do Princípio da Precaução, do enfoque de controle de bandas e da participação dos envolvidos se sobressai entre os documentos analisados.

  18. Uso do paradigma de risco para a esquistossomose em áreas endêmicas no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coura-Filho Pedro

    1994-01-01

    Full Text Available Neste estudo são confrontados os resultados do uso do paradigma de risco na infecção pelo Schistosoma mansoni em áreas endêmicas no Brasil. Foi observada associação da infecção pelo S. mansoni com algumas condições gerais: ausência de água potável intradomiciliar, baixa renda individual, analfabetismo e residência atual ou anterior em área endêmica por mais de cinco anos. Além dessas condições ocorreu associação com alguns hábitos (fatores de risco exercer atividades agrícolas e domésticas em águas a céu aberto, nadar e pescar. A análise das condições gerais que podem estar determinando os fatores de risco, apontou o fornecimento de água potável intradomiciliar e o acesso ao tratamento como medidas abrangentes que muitas vezes podem ser adotadas, visando à prevenção e/ou controle da morbidade da endemia. É questionada a eficácia do uso do paradigma de risco na indicação de medidas de controle dessa endemia.

  19. La Vasconia de Manuel Risco y la polémica subsiguiente sobre el pasado de Navarra

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mikelarena Peña, Fernando

    2014-06-01

    Full Text Available The publication of La Vasconia, Volume XXXII from the España Sagrada collection, by Manuel Risco generated a controversy about the origins of the kingdom of Navarre. Its contents may be related with ideas about the history of Navarre held by Campomanes. In this controversy took part Juan Antonio Fernández and Miguel de Hualde, who did not get the support of the navarre Diputation. Risco's work would have echoes in the contribution about Navarre made by Traggia in 1802 published in the Dictionary of the Royal Academy of History.La publicación de La Vasconia, volumen XXXII de la colección España Sagrada, de Manuel Risco generó una polémica sobre los orígenes del reino de Navarra. Sus contenidos se pueden relacionar con las ideas sobre la historia de Navarra que sostenía Campomanes. En esa polémica participaron Juan Antonio Fernández y Miguel de Hualde, que no consiguieron el apoyo de la Diputación. La obra de Risco tendría ecos en la aportación realizada sobre Navarra por Traggia en 1802 editada en el Diccionario de la Real Academia de la Historia.

  20. Comportamento de risco para ortorexia nervosa em estudantes de nutrição

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Quetsia Jackeline Octacilio Vitorino de Souza

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivo Identificar comportamento de risco para o desenvolvimento de ortorexia nervosa em estudantes de Nutrição. Métodos Estudo descritivo e transversal. Participaram da pesquisa estudantes de Nutrição, do sexo feminino, com 18 anos de idade ou mais, de uma universidade do Vale do Paraíba do Sul/SP. Foram aplicados três instrumentos, sendo o primeiro para obter informações sobre idade, altura e massa corporal referidos, e ano do curso. Os dados de massa corporal e estatura referidos foram usados para cálculo do índice de massa corporal (IMC e classificação do estado nutricional. O segundo foi utilizado para identificar distúrbio da imagem corporal, de acordo com a escala de silhuetas. O terceiro foi utilizado para verificar o comportamento de risco para desenvolvimento de ortorexia nervosa (Orto-15. Resultados Participaram do estudo 150 alunas, com idade média de 23,21 anos. Observou-se que a maioria das alunas estava eutrófica (74%, n = 111, segundo a classificação do IMC. Em relação à percepção da imagem corporal, verificou-se que 74,7% (n = 112 das alunas do curso de Nutrição apresentavam distúrbio da imagem corporal. Quanto à ortorexia nervosa, observou-se que 88,7% (n = 133 das alunas apresentavam risco de desenvolver comportamento ortoréxico. Ao relacionar o comportamento ortoréxico com a série cursada, com o estado nutricional e com o distúrbio da imagem corporal, verificou-se que não houve associação entre as variáveis (p > 0,05. Conclusão Conclui-se que um número considerável das alunas do curso de Nutrição apresenta comportamento ortoréxico e distúrbio da imagem corporal.

  1. Obesidade: estratégias de enfrentamento de situações de alto risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Terezinha de Jesus Smokowicz

    1997-12-01

    Full Text Available Este trabalho de pesquisa teve como objetivo identificar as estratégias de enfrentamento utilizadas, nas situações de alto risco de recaída, por pessoas que fazem dietas. Foi realizado levando-se em conta a sugestão da literatura atual, que coloca a questão da escassez de pesquisas acerca do tema, dirigidas especificamente à obesidade. Efetivou-se em duas fases: a Fase I, na qual participaram catorze sujeitos no estágio de manutenção. Foram selecionadas as situações que consideram de maior risco de recaída, em seis tipos de situações; b Fase II, na qual foi aplicado um questionário elaborado a partir das situações de risco selecionadas na Fase I, que foi respondido por seis sujeitos, também no estágio de manutenção, e complementado com entrevistas individuais. Os dados obtidos foram analisados e as estratégias de enfrentamento foram categorizadas em: A - Discriminar as sensações corporais de fome e saciação; B - Fazer planejamento alimentar; C - Discriminar as relações de  contingências; D - Autoverbalização; E - Comportamentos alternativos; F - Vivência adequada de emoções; G - Recusar alimentos inadequados em situações sociais; H -  Auto-reforçamento. Observou-se que nas situações Tipo II - lidar com situações difíceis, e Tipo IV - lidar com problemas físicos ou psicológicos, predominou a utilização da estratégia F - Vivência adequada de emoções. E nas situações do Tipo l - lidar com emoções negativas, Tipo III - lidar com a diversão e o prazer, Tipo V - lidar com o hábito de comer em excesso e Tipo VI - lidar com o tratamento, teve maior freqüência a utilização da estratégia de enfrentamento C - discriminar as relações de contingências. A alta freqüência na utilização desta última estratégia sugere a importância da aprendizagem da mesma, pois possibilita o autocontrole, que é um aspecto extremamente importante para o tratamento da obesidade.

  2. Fatores de risco e medidas preventivas das infecções associadas a cateteres venosos centrais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Rosado

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Rever os fatores de risco para infecção associada a cateteres venosos centrais e as recomendações para a sua prevenção. FONTES DOS DADOS: Foram revisados artigos publicados sobre o tema no PubMed, Cochrane Collaboration e Bireme. Os seguintes critérios de inclusão foram levados em consideração: trabalhos publicados entre 2000 e 2010, delineamento do estudo, população pediátrica hospitalizada com utilização de cateteres venosos centrais e artigos sobre infecção associada a cateteres venosos centrais. Além disso, foram utilizados documentos de referência dos Centers for Disease Control and Prevention e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. SÍNTESE DOS DADOS: Os fatores de risco associados foram: tempo de utilização de acesso central, duração da internação e uso de cateter central de longa permanência, colocação de cateter venoso central em Unidade de Terapia Intensiva, doença cardiovascular não cirúrgica, recebimento de nutrição parenteral e de transfusão de hemoderivados. Entre as medidas preventivas, a literatura recomenda a implementação de protocolos e diretrizes multidisciplinares de cuidados na inserção e manutenção dos cateteres centrais, cuidados com a técnica de inserção dos cateteres venosos centrais, utilização de curativos impregnados com clorexidina, retirada precoce do cateter e adoção de programas de educação continuada para a equipe assistencial. CONCLUSÃO: O controle dos fatores de risco pode levar a uma redução igual ou superior a 40% na incidência dessas infecções. A vigilância do processo de inserção e cuidados com os cateteres vasculares centrais na população pediátrica orienta a padronização de rotinas dos serviços de saúde para a obtenção de taxas de referência para comparação intra e interinstitucionais.

  3. Fatores de risco para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BRANDÃO Carlos Manuel de Almeida

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade hospitalar em reoperações valvares. MÉTODO: Foi realizada análise prospectiva de 194 pacientes submetidos a reoperações valvares no período entre julho de 1995 e junho de 1999. As variáveis estudadas foram: sexo, idade, classe funcional, número e tipo de operações prévias, intervalo entre as operações, caráter da operação, creatinina sérica, fração de ejeção do ventrículo esquerdo, diâmetros diastólico e sistólico do ventrículo esquerdo, pressão sistólica de ventrículo direito, atividade de protrombina, relação do tempo de tromboplastina parcial ativada, contagem de plaquetas, tempo de circulação extracorpórea, tempo de pinçamento aórtico, posição e número de valvas, tipo de procedimento, operações associadas e volume de sangramento intra-operatório. Análise univariada e multivariada foi realizada para determinar os fatores de risco para mortalidade hospitalar. RESULTADOS: A mortalidade hospitalar foi de 8,8% (17 pacientes. A análise univariada identificou as seguintes variáveis associadas a maior mortalidade: classe funcional avançada, fração de ejeção do ventrículo esquerdo baixa, atividade de protrombina baixa, creatinina elevada, tempo de circulação extracorpórea prolongado, tempo de pinçamento aórtico prolongado, procedimentos associados e volume de sangramento intra-operatório elevado. Na análise multivariada foram significativas: classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos. CONCLUSÕES: As variáveis classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos são fatores de risco independentes para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares.

  4. Indicadores de risco para o parto prematuro Risk predictors for preterm birth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Eduardo Bittar

    2009-04-01

    Full Text Available Entre os vários fatores clínicos para o parto prematuro, alguns apresentam riscos substanciais, tais como história de parto prematuro, gemelidade e sangramento vaginal do segundo trimestre. No entanto, tais fatores estão presentes na minoria das mulheres que evoluem para o parto prematuro e, portanto, possuem baixa sensibilidade. A dilatação, o esvaecimento e a posição do colo uterino diagnosticados pelo toque vaginal têm sido relacionados ao aumento do risco para o parto prematuro, mas possuem baixas sensibilidades e baixos valores preditivos positivos. A diminuição do comprimento do colo uterino detectada pela ultrassonografia transvaginal também constitui risco para parto prematuro. Sua sensibilidade é melhor quando são considerados outros testes, mas o valor preditivo positivo é baixo. A principal utilidade do teste da fibronectina fetal reside em seu valor preditivo negativo em mulheres sintomáticas. Observa-se aumento da sensibilidade para a detecção do parto prematuro quando a medida do colo do útero é utilizada juntamente com o teste da fibronectina fetal.Among the clinical factors for preterm birth, some confer substantial increased risk, including a history of preterm birth, multiple gestation and vaginal bleeding in the second trimester. However, these factors are present only in a minority of women who ultimately deliver preterm and thus have low sensitivity. Cervical dilatation, effacement and position as determined by manual examination have been related to an increased risk of preterm birth but also suffer from low sensitivity and positive predictive values. Cervical length measured with transvaginal ultrasound has also been related to an increased risk of preterm birth as cervical length decreases. The reported sensitivity is better than other tests, but positive predictive value is low. The principal utility of the fetal fibronectin assay lies in its negative predictive value in symptomatic women. Increased

  5. Influência da capacidade funcional no risco de quedas em adultos com artrite reumatoide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wanessa Vieira Marques

    2014-10-01

    Full Text Available Objetivos: Identificar a prevalência de quedas nos últimos 12 meses em pacientes com artrite reumatoide (AR e verificar a influência da atividade da doença e da capacidade funcional no risco de quedas. Pacientes e métodos: Participaram do estudo 43 pacientes com AR. Foram avaliados os seguintes parâmetros: aspectos clínicos; ocorrência de quedas nos últimos 12 meses; VHS (mm/h; dor, através da escala visual analógica (EVA com escore de 0 a 10 cm; atividade da doença, medida pelo Índice de Atividade da Doença - 28/VHS (Disease Activity Score 28 - DAS-28/VHS; capacidade funcional, avaliada pelo Questionário de Avaliação da Saúde (Health Assessment Questionnaire - HAQ; e o risco de quedas, avaliado por meio de dois testes, o teste senta-levanta da cadeira cinco vezes (TSL e o teste timed get up and go (TUG. Resultados: A prevalência de quedas nos últimos 12 meses foi de 30,2% (13/43. O fator independente que influenciou significativamente o desempenho no TSL foi o escore total do HAQ, sendo que as demais variáveis não conseguiram contribuir de forma significativa na explicação da variabilidade no TSL. A variável HAQ foi responsável por explicar 42,9% (P < 0,001, R2 ajustado = 0,429 da variabilidade do TSL. As variáveis HAQ e VHS influenciaram de forma significativa o desempenho no escore do TUG. Esses dois fatores em conjunto foram capazes de explicar 68,8% da variabilidade do TUG (R2 ajustado = 0,688. Conclusões: Pacientes com AR têm prevalência de quedas aumentada, sendo a incapacidade funcional o principal fator relacionado ao risco de quedas.

  6. UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL: RISCOS FÍSICOS COMO FATORES POTENCIAIS DE AGRAVOS À SAÚDE DO TRABALHADOR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Livia Maria Nunes de Almeida

    2014-08-01

    Full Text Available As UTIN constituem-se em setores onde são internados recém-nascidos em estado grave, em situações de risco, que necessitam de recursos técnicos e humanos especializados para sua recuperação, exigindo uma abordagem integral da saúde por uma equipe multidisciplinar, cujos membros estão expostos a riscos ambientais e ocupacionais diariamente. No Brasil, há inúmeros convênios e recomendações da Organização Internacional do Trabalho (OIT, aprovados pelas Normas Regulamentadoras (NR32, por intermédio do Ministério do Trabalho que têm como objetivo eliminar ou controlar os riscos ocupacionais. Este artigo teve por objetivo geral identificar as fontes potenciais dos riscos físicos presentes em uma UTIN localizada no interior do estado do Maranhão, capazes de gerar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. O método utilizado foi descritivo e exploratório, de campo, transversal com abordagem quantitativa. Os resultados apontaram como principais agravantes para os riscos a acidentes de trabalho: o teto com rachaduras, pisos de cor escura e sem proteção antiderrapante, armários e outros mobiliários em má conservação e instalações elétricas inadequadas. Quanto aos riscos físicos foram identificados o excesso de ruídos, o calor e a radiação. Concluiu-se ser necessário o desenvolvimento de estudos que discutam os riscos a que os profissionais da saúde da UTIN estão expostos e suas implicações, de modo a oferecer segurança a esses profissionais durante suas atividades laborais, possibilitando, consequentemente, a prestação de uma assistência de qualidade.

  7. Consumo de alcool e risco para doenca coronariana na regiao metropolitana de Sao Paulo: uma analise do Projeto GENACIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cristina Pereira Lima

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Examinar a associação entre consumo de álcool e risco para doença coronariana em amostra populacional. MÉTODOS: Estudo transversal, de base populacional, conduzido de janeiro/2006 a junho/2007, na região metropolitana de São Paulo, como parte do estudo internacional (Gender, Alcohol, and Culture: an International Study. Os sujeitos (1.501, sendo 609 homens e 892 mulheres eram residentes da região metropolitana de São Paulo, tinham 30 anos ou mais de idade e foram selecionados aleatoriamente, a partir de amostragem complexa por conglomerados. Todos os indivíduos consentiram em participar da pesquisa. A variável dependente foi risco cardíaco avaliado através do WHO Rose Angina Questionnaire. A análise multivariada consistiu em regressão logística, tendo sido realizado ajuste para uso de tabaco e índice de massa corpórea. RESULTADOS: A taxa de resposta foi 75%. Ser mulher, ter mais idade, ser negro, fumante e ter um índice de massa corpórea elevado, foram associados a maior risco para doença coronariana. Indivíduos que nunca beberam na vida (OR = 2,22 e ex-bebedores (OR = 2,42 tiveram maior risco de doença cardíaca do que aqueles que informaram beber até 19 g de álcool por dia, sem episódios de beber excessivo. Entre os que tiveram episódios de embriaguês observou-se uma tendência a maior risco (OR = 3,95, p = 0,09. CONCLUSÕES: Nossos achados sugerem um menor risco para doença coronariana entre os bebedores moderados. Destaca-se que os estudos que avaliam o impacto do álcool sobre doença cardíaca precisam identificar o padrão de uso de álcool dos sujeitos, visto que este aspecto pode modificar o risco. Políticas públicas são necessárias para reduzir o uso nocivo de álcool e a morbidade a ele relacionada no país.

  8. Características neuromotoras e biopsicossocias de lactentes com histórico de risco biológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce Ribeiro

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os avanços tecnológicos têm permitido maior sobrevivência de recém-nascidos de risco. No entanto, os fatores de risco biológico aos quais essas crianças foram expostas fazem com que tenham maior chance de apresentar atrasos no desenvolvimento. OBJETIVO: O presente estudo objetivou avaliar as características neuromotoras e biopsicossociais de lactentes com histórico de risco biológico. METODOLOGIA: A amostra foi constituída de 25 lactentes com idade desde o nascimento a dois meses de vida, com registro de nascimento na cidade de Fraiburgo, SC. Os fatores de risco biológicos presentes foram: prematuridade, baixo peso, incompatibilidade sanguínea, necessidade de reanimação, intubação, permanência em O2, hipertensão pulmonar leve, icterícia, desconforto respiratório, infecção neonatal, anemia neonatal, tabagismo materno, trauma durante o parto, cardiopatia e má-formação de traqueia. Foram utilizados os seguintes instrumentos: cartão de saúde da criança, formulário biopsicossocial e Neonatal Behavioral Assesment Scale. RESULTADOS: Foi possível constatar, em relação às condições biopsicossociais, prevalência de mães casadas, primigestas, com ensino superior completo, exercendo atividade extra-lar e com idade média de 28 anos na ocasião do parto. Verificou-se casos de exposição do feto ao tabagismo materno, mães acometidas por anemia, hipertensão e hipotensão durante o período gestacional. Em relação ao desenvolvimento neuromotor, os lactentes apresentaram desempenho esperado para crianças de risco em relação à habituação, regulação e reflexos. Em relação à socialização, organização e sistema autônomo, constatou-se desempenho inferior ao de demais crianças de risco. CONCLUSÃO: Os achados deste estudo demonstram que crianças com histórico de risco biológico podem apresentar comprometimento em relação a aspectos do desenvolvimento neuromotor.

  9. Análise dos fatores de riscos ocupacionais do trabalho de enfermagem sob a ótica dos enfermeiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nei Santos Duarte

    Full Text Available Estudo com abordagem quantitativa e descritiva, com objetivo de identificar, na percepção dos enfermeiros chefes de unidades de internação de um hospital universitário, os riscos ocupacionais a que estão expostos. A população foi composta de 30 enfermeiros, chefes de unidade de internação. Na coleta de dados, utilizou-se um questionário estruturado proposto no Guia de Avaliação de Riscos nos Locais de Trabalho de Boix e Vogel (1997, adaptado para a aplicação em estabelecimentos de saúde por Mauro (2001. Os resultados evidenciaram que os fatores de riscos atuam sobre os trabalhadores, propiciando um ambiente desfavorável para a realização das atividades, podendo comprometer a saúde e a vida profissional destes. As variáveis predominantes foram o ambiente e a manutenção preventiva inadequados e os equipamentos de proteção individual e coletiva insuficientes e/ou inadequadamente utilizados pelos profissionais, constrangimentos ergonômicos pela manipulação de carga e postura corporal inadequadas na realização das tarefas, e ritmo de trabalho acelerado pela falta de recursos material e humano. Ressalta-se que a pesquisa proporcionou um diagnóstico referente aos riscos presentes nos ambientes de trabalho da enfermagem, proporcionando um modo operatório eficaz com menor risco de acidentes no processo de trabalho, ambientes menos insalubres e maior satisfação para o profissional e os clientes.

  10. Fatores socioeconômicos, obstétricos, demográficos e psicossociais como risco ao desenvolvimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anelise Henrich Crestani

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: investigar a associação de fatores de risco obstétricos, demográficos, socioeconômicos e psicossociais com a presença de risco ao desenvolvimento infantil nas faixas etária de um a dezoito meses de idade. MÉTODO: a amostra inicial foi constituída de 182 díades mãe-bebê e final de 58 díades. A coleta de dados ocorreu por meio da análise da interação mãe-bebê feita com base no Protocolo de Indicadores de Risco ao Desenvolvimento Infantil e de uma entrevista que investigou aspectos socioeconômicos, demográficos, obstétricos e psicossociais na primeira etapa da pesquisa. Os dados foram organizados em uma planilha eletrônica e posteriormente convertidos para os aplicativos computacionais para análise estatística. RESULTADOS: os fatores de risco significantes para as quatro fases do protocolo foram, na faixa de zero a quatro meses o estado civil da mãe e o número de filhos; na faixa de quatro a oito meses o número de consultas pré-natal e a renda per capita; na faixa de oito a doze meses o planejamento da gestação; e na faixa de doze a dezoito meses o histórico de depressão materna, a idade da mãe e a profissão da mãe. CONCLUSÃO: a pesquisa demonstrou que as condições socioeconômicas, obstétricas, psicossociais e demográficas podem oferecer risco ao desenvolvimento infantil.

  11. Elementos de avaliação do "risco gravídico" Evaluation of pregnant risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cyro Ciari Júnior

    1972-03-01

    Full Text Available São estabelecidos alguns conceitos básicos que definem o "risco gravídico" propondo-se uma classificação dos elementos que devem ser considerados no estabelecimento do risco. Com o objetivo de quantificar a avaliação do risco e baseados nos fatores da classificação são atribuídos notas cuja soma determina um valor que mede a intensidade do "risco gravídico". Calcados nestes valores são estudados, retrospectivamente, 62 óbitos maternos distribuídos em tabelas onde se associam diferentes fatores. Verifica-se, em conclusão, que um adequado programa de Saúde Materna é necessário não só para atender às gestantes durante o Pré-Natal como também facultar oportuna assistência hospitalar. A análise dos óbitos e os fatores que determinaram o alto risco sugerem elementos para a elaboração de Programas de Saúde Materna.Some basic concepts which define the "pregnant risk" are established. A classification of the elements which must be considered in the risk establishement is proposed. The purpose of quantifying the risk evaluation and based on the classification factors marks are attributed whose total amount determines a value which measures the "pregnant risk" intensity. Based upon these values, 62 maternal death are studied retrospectively and distributed in tables in which different factors are associated. In conclusion it is verified that an adequate program of Maternal Health is necessary not only to attend the pregnant women during the prenatal period as also to give hospital care. The death analysis and the factors that determine the high-risk suggest elements for the elaboration of Maternal Health programs.

  12. Fatores de risco para o prolapso genital em uma população brasileira Risk factors for genital prolapse in a Brazilian population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Moura Rodrigues

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os fatores de risco para o desenvolvimento de prolapso genital na população brasileira. MÉTODOS: estudo caso-controle envolvendo 316 pacientes que foram submetidas a estadiamento de prolapso, utilizando-se o sistema de quantificação de prolapso dos órgãos pélvicos. As pacientes foram divididas em dois grupos. No Grupo Caso, foram incluídas 107 pacientes com prolapso nos estádios III ou IV, e no Controle, 209 mulheres com estádios 0 ou I. As mulheres selecionadas respondiam à anamnese na qual eram questionadas sobre a presença de possíveis fatores de risco para prolapso genital, tais como: idade, idade da menopausa, paridade, tipos de parto (vaginal, cesariana ou fórcipe, ocorrência de macrossomia fetal, história familiar em parentes de primeiro grau de distopia genital, tosse crônica e constipação intestinal. RESULTADOS: as variáveis que se mostraram diferentes entre os grupos foram: idade, índice de massa corpórea, paridade, número de partos vaginais, de cesarianas, de partos fórcipe, peso do recém-nascido e história familiar positiva para prolapso. Raça, idade da menopausa, tosse crônica e constipação intestinal não se mostraram diferentes entre os grupos. Após a regressão logística, somente três variáveis se apresentaram como fatores de risco independentes: presença de pelo menos um parto vaginal, macrossomia fetal e história familiar positiva. A cesariana se mostrou como fator protetor. CONCLUSÕES: na população brasileira, os fatores de risco independentes para prolapso foram a presença de pelo menos um parto normal, macrossomia fetal e história familiar positiva para distopia.PURPOSE: to evaluate risk factors for the development of genital prolapse in the Brazilian population. METHODS: case-control study involving 316 patients submitted to prolapse staging, according to the pelvic organ prolapse quantification system. The patients were divided into two groups: in the Case Group

  13. ANÁLISE GEOGRÁFICA DE ÁREAS DE RISCO DE MOVIMENTO DE MASSA NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO, PORTUGAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Eduardo de Souza Robaina

    2011-12-01

    Full Text Available Este trabalho estabelece uma discussão de áreas sujeitas a risco de acidentes desencadeados por movimentos de massa na Serra do Pilar, em Vila Nova de Gaia, Porto, Portugal. O mapa base para a análise foi a planta topográfica de Vila Nova de Gaia, em escala de 1:2000 e as imagens disponíveis no software Google Earth. As análises foram realizadas por meio de trabalhos de campo, em que foram percorridas as vias de acesso da comunidade e descritas as características das habitações (material construtivo, acabamento, tamanho e obras de contenção e as feições do terreno que indicam susceptibilidade a movimentos de massa. Para determinar a localização das observações de campo e das moradias em situação de risco utilizou-se um receptor do Global Positioning System (GPS. Para o georreferenciamento e edição vetorial da planta topográfica e imagens utilizou-se o SPRING 4.2. Na elaboração do Modelo Digital do Terreno (MDT foi utilizado o aplicativo Surfer 8.0. A edição final dos mapas foi realizada no programa gráfico Corel Draw. As habitações são constituídas de alvenaria com variado nível de acabamento. Ocorrem duas situações em termos de susceptibilidade a movimentos de massa: uma porção onde ocorre a exposição de rochas em declives muito acentuados e outra porção onde ocorre uma concentração do fluxo da água com desenvolvimento de um solo/alterito que permite a fixação de vegetação. Verifica-se pelo menos seis patamares de corte na frente e atrás das moradias. Estes cortes juntamente com o acúmulo de água pluvial e de esgoto, a presença de entulhos, muros e pequenas construções podem se constituir em indutores da ocorrência de processos na vertente. As situações mais graves ocorrem onde o adensamento das ocupações é maior, na porção Centro-Leste. Para a redução dos riscos é necessário a execução de um plano de intervenções estruturais voltado para a redução ou a erradicação dos

  14. Homocisteína como fator de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sthefano Atique Gabriel

    2007-05-01

    Full Text Available Elevadas concentrações plasmáticas de homocisteína têm sido identificadas como um fator de risco independente para aterosclerose cerebral, coronariana e periférica. Os efeitos danosos da homocisteína sérica são fruto de suas características aterogênicas e trombogênicas. O tratamento mais eficaz para hiperhocisteinemia consiste na redução da homocisteína plasmática, através da fortificação alimentar com suplementos vitamínicos, ricos em vitamina B6, vitamina B12 e, principalmente, acido fólico. A dose recomendada é de 400 microgramos de folato por dia, sendo esta medida uma poderosa redutora da morbidade e mortalidade cardiovascular, além de prevenir possíveis defeitos de fechamento do tubo neural.

  15. Adolescência, comportamento sexual e fatores de risco à saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Gonçalves de Assis

    2014-02-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar a relação entre comportamento sexual e fatores de risco à saúde física ou mental entre adolescentes. MÉTODOS : Estudo realizado com 3.195 escolares de 15 a 19 anos de idade, do segundo ano do ensino médio de escolas públicas e particulares das capitais de 10 estados do Brasil, em 2007-2008. Foi utilizada amostragem por conglomerados com multiestágio de seleção (escolas e alunos em cada cidade e rede de ensino pública e particular. Foi aplicado questionário a todos os alunos selecionados, com os seguintes itens: dados socioeconômicos e demográficos; comportamento sexual; “transar” com pessoas do mesmo sexo, do sexo oposto ou de ambos os sexos; uso de bebida alcoólica e maconha; usar camisinha ao “transar”; presença de experiências sexuais traumáticas na infância ou adolescência; e ideação suicida. A análise incluiu descrição de frequências, teste de Qui-quadrado, análise de correspondência múltipla e de cluster. Foram analisadas qualitativamente, por análise dos conteúdos manifestos, as respostas a uma questão livre em que o adolescente expressou comentários gerais sobre si e sua vida. RESULTADOS : Cerca de 3,0% dos adolescentes referiu comportamento homossexual ou bissexual, sem diferenciação de sexo, idade, cor da pele, estrato social, estrutura familiar e rede de ensino. Adolescentes com comportamento homo/bissexual comparados aos heterossexuais relataram (p < 0,05: ficar de “porre” (18,7% e 10,5%, respectivamente, uso frequente de maconha (6,1% e 2,1%, respectivamente, ideação suicida (42,5% e 18,7%, respectivamente e ter sido vítima de violência sexual (11,7% e 1,5%; respectivamente. Adolescentes com comportamento homo/bissexual relataram utilizar menos preservativo de forma frequente (74,2% do que aqueles com comportamento heterossexual (48,6%, p < 0,001. Três grupos foram encontrados na análise de correspondência: composto por adolescentes com comportamento homo

  16. Incidência, risco de fratura de quadril e sua mortalidade na cidade de Joinville

    OpenAIRE

    Silva, Dalisbor Marcelo Weber

    2016-01-01

    Orientador: Profª. Drª. Victória Z. C. Borba Orientador: Profª. Drª. Marise Lazaretti-Castro Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 11/03/2016 Inclui referências : f. 53-63 Resumo: A osteoporose é uma doença muito comum, e a compreensão da epidemiologia e dos fatores de risco são importantes para a tomada de decisões nas estratégias de prevenção e de tratamento. O estudo...

  17. Fatores de risco associados à sibilância em lactentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lillian S.L. Moraes

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar possíveis fatores de risco associados à sibilância em lactentes (12 a 15 meses no estado de Mato Grosso, Brasil. MÉTODOS: estudo transversal, utilizando o questionário escrito padronizado do Estudio Internacional de Sibilancia en Lactantes (EISL - fase 3. Pais e/ou responsáveis pela criança foram entrevistados em Unidades Básicas de Saúde quando as procuravam para imunização de rotina ou durante visitas nos domicílios de crianças matriculadas nos programas de saúde da família, no período de agosto de 2009 a novembro de 2010. Fatores associados à sibilância foram avaliados utilizando análise bivariada e multivariada e expressos como odds ratio (OR e intervalo de confiança 95% (IC95%. RESULTADOS: ao todo, um mil e sessenta (n = 1.060 pais e/ou responsáveis responderam o questionário escrito. Os fatores de risco para sibilância foram: história familiar de asma [mãe (OR = 1,62; IC95%= 1,07-2,43; pai (OR = 1,98; IC95% = 1,22-3,23; irmãos (OR = 2,13; IC95% = 1,18-3,87]; história prévia de pneumonia (OR = 10,8; IC 95% = 4,52-25,77; ter mais de seis infecções de vias aéreas superiores (IVAS (OR = 2,95; IC95% = 2,11-4,14 e a primeira IVAS antes dos três meses de idade (OR = 1,50; IC95% = 1,04-2,17; residir em local com moderada poluição (OR = 1,59; IC95% = 1,08-2,33; uso de paracetamol por IVAS (OR = 2,13; IC95% = 1,54-2,95; e uso de antibiótico por infecção na pele (OR = 2,29; IC 95% = 1,18-4,46. CONCLUSÕES: o estudo dos fatores de risco para sibilância no primeiro ano de vida é importante para auxiliar na identificação, entre os lactentes sibilantes, aqueles de alto risco para desenvolver asma, e para o desenvolvimento de estratégias de prevenção por políticas pública de saúde visando minimizar a morbidade da sibilância na infância.

  18. Avaliação de risco de carie dentaria em pre-escolares : estudo longitudinal

    OpenAIRE

    Karine Laura Cortellazzi

    2010-01-01

    Resumo: Esta tese, composta por dois estudos, teve como objetivos: a) Identificar os indicadores de risco de cárie dentária utilizando dados coletados no exame inicial e os preditores do incremento da doença após 18 meses de acompanhamento em crianças de 5 anos de idade (Capítulo 1); e b) Determinar a incidência de cárie dentária e avaliar a influência de variáveis socioeconômicas, clínicas e demográficas no tempo para o surgimento da doença em dentes permanentes numa coorte de crianças de 5 ...

  19. Riscos químicos ambientais à saúde da criança

    OpenAIRE

    Mello-da-Silva,Carlos Augusto; Fruchtengarten,Ligia

    2005-01-01

    OBJETIVO: Rever, na literatura médica recente, as informações disponíveis sobre os riscos da exposição de crianças a agentes químicos no meio ambiente. FONTES DOS DADOS: Foi realizada uma busca de artigos publicados sobre o tema na base de dados bibliográficos MEDLINE entre os anos de 1999 e 2005 e também em livros, manuais e recomendações publicados nos últimos anos por instituições como a Academia Americana de Pediatria e a Organização Mundial da Saúde, abordando saúde ambiental com foco na...

  20. Risco biológico na aviação = Biological risk in aviation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vasconcelos, Diego Rigamonte

    2015-01-01

    Full Text Available Este artigo pretende alertar o público em geral e, em especial, os profissionais da aviação e da saúde quanto à perigosa influência da aviação na propagação de doenças infecciosas pelo mundo. Mostra-se, aqui, como o transporte massivo e constante de pessoas por todas as partes do planeta pode atuar como um ‘gatilho epidêmico’, disseminando doenças contagiosas muito rapidamente por todo o globo, e aponta-se a necessidade atual de se desenvolver um sistema preventivo mais eficaz, para um melhor gerenciamento desse risco

  1. Riscos e incertezas na decisão de inovar das micro e pequenas empresas

    OpenAIRE

    Silva, Glessia; Dacorso, Antônio Luiz Rocha

    2014-01-01

    A decisão de inovar envolve riscos e incertezas e está entre as difíceis decisões que as empresas precisam tomar em sua trajetória de evolução organizacional. Nesse contexto, as micro e pequenas empresas (MPEs), por deterem limitações financeiras e de sua própria estrutura, frequentemente se veem restringidas em suas ações e se tornam organizações pouco inovadoras. Diante disso, uma das alternativas que se apresentam a essas empresas é o modelo de inovação aberta, pautado na utilização do con...

  2. RISCO DE QUEDA EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER

    OpenAIRE

    Ferreira, Lucas Lima; Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP); Sanches, Giliadi Gadiel Américo; Centro Universitário de São José do Rio Preto (UNIRP); Marcondes, Laís Passos; Centro Universitário de São José do Rio Preto (UNIRP); Saad, Paulo Cesar Balade; Centro Universitário de São José do Rio Preto (UNIRP)

    2013-01-01

    Introdução: Idosos com doença de Alzheimer (DA) apresentam diferenças no equilíbrio e marcha, de acordo com o estágio da patologia, que pode predispô-los a quedas. Objetivo: Avaliar o impacto da DA no risco de queda em idosos residentes em uma instituição de longa permanência. Métodos: Foram avaliados 20 idosos de ambos os sexos, sendo traçado o perfil sociodemográfico e avaliada a marcha e equilíbrio, por meio da escala de Tinetti. Resultados: Verificou-se que a maioria dos idosos (75%) era ...

  3. DIREITO DE EXCEÇÃO: OS RISCOS DE UM MAL NECESSÁRIO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Belchior Ribeiro Freire

    2010-08-01

    Full Text Available O presente trabalho tem como escopo analisar o estado de exceção no seu liame entre a manutenção do status quo ante e o salto para a revolução. Sob a óptica dos pensamentos de renomados filósofos (Jean Bodin, Thomas Hobbes, Rosseau, Hans Kelsen e Carl Schmitt, procuramos analisar os benefícios e os riscos da instituição do estado de exceção, tendo em vista que se pode considerar este um mal necessário. O estado de exceção é um avanço nas democracias contemporâneas, como observaremos a sua previsão importa uma segurança à sociedade de que é possível mudar preservando alguns direitos constitucionais.

  4. Câncer de estômago: fatores de risco

    OpenAIRE

    Britto,Anna Valéria de

    1997-01-01

    Há cinqüenta anos o câncer de estômago vem perdendo a importância em termos de morbi-mortalidade em países considerados de primeiro mundo. Isso não ocorre no Brasil. Os principais fatores de risco evidenciados a partir de estudos epidemiológicos em várias populações do mundo e associados a essa neoplasia são alguns padrões de dieta. Com a descoberta do papel carcinogênico das nitrosaminas e do potencial anti-oxidante da vitamina C, algumas das associações entre câncer gástrico e padrões de di...

  5. Hipercolesterolemia em escolares e seus fatores de risco Hypercholesterolemia and its risk factors among schoolchildren

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleunice Luzia Smania Coronelli

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores de risco da hipercolesterolemia em escolares de sete a dez anos de idade. MÉTODOS: Estudo caso-controle, desenvolvido com 172 escolares do Município de Campinas, SP, pareados conforme sexo e trimestre de idade. Considerou-se caso a hipercolesterolemia, diagnosticada quando a criança apresentava colesterol ³200 mg/dL, e controle quando a criança apresentava colesterol entre 140 e 170 mg/dL. Além da coleta de sangue para a dosagem do nível de colesterol, foram levantados dados sobre pressão arterial, índice de massa corporal e história familiar de doenças cardiovasculares. Os dados foram analisados por correlação bivariada usando o teste t para as variáveis quantitativas e o qui-quadrado para a história familiar de doenças cardiovasculares. O odds-ratio foi usado para estimar o risco de hipercolesterolemia. RESULTADOS: A média do colesterol encontrada foi de 215 mg/dL nos casos e de 154 mg/dL nos controles. A média da pressão arterial sistólica foi de 107 mmHg nos casos e de 106 mmHg nos controles e da diastólica foi de 67 mmHg nos casos e 68 mmHg nos controles. O índice de massa corporal (Kg/m² apresentou média de 18,2 nos casos e de 17,1 nos controles. A análise bivariada mostrou associação entre hipercolesterolemia e índice de massa corporal (p=0,048. O odds ratio apontou a obesidade como fator de risco para a hipercolesterolemia (OR=2,17; IC=1,05 a 4,45. CONCLUSÕES: Os resultados apontaram a obesidade como fator de risco da hipercolesterolemia.OBJECTIVE: To identify the risk factors of hypercholesterolemia among schoolchildren aged 7 to 10 years, Brazil. METHODS: A case-control study was conducted among 172 children matched by sex and age ±3 months in Campinas, Brazil. Cases were defined as hypercholesterolemia when cholesterol ³200 mg/dL and controls when cholesterol 140 and 170 mg/dL. Besides drawing a blood sample for cholesterol, blood pressure, body mass index and family

  6. O discurso do risco e o aconselhamento genético pré-natal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilena C. D. V. Corrêa

    Full Text Available A medicalização é um fenômeno social difuso nas sociedades ocidentais que se expressa segundo um diferencial de gênero. A gravidez é um momento fortemente medicalizado, no qual as mulheres se vêem cercadas de uma rede de vigilância de seu corpo, sendo responsabilizadas não só pela própria saúde, mas também pela produção de um feto saudável. O controle dos riscos no pré-natal é proposto, entretanto, em um contexto no qual as possibilidades diagnósticas são amplamente majoritárias comparativamente às possibilidades terapêuticas. Essa defasagem é agravada pelo fato de, no Brasil, o abortamento ser ilegal. Este artigo é fruto de pesquisa empírica realizada em um ambulatório público de genética pré-natal, que constou de: observação das práticas de atendimento, revisão de prontuários e realização de entrevistas com profissionais de saúde. Discutem-se o contexto fortemente medicalizado do aconselhamento genético no Brasil e a percepção dos médicos sobre suas práticas neste contexto. É discutido também o possível impacto sobre a tomada de decisão das mulheres atendidas em relação a riscos, técnicas, exames e seus desdobramentos.

  7. Assistência prestada à adolescente no momento do parto em uma maternidade de alto risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Juliana Mello da Silva

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar as práticas obstétricas realizadas em adolescentes parturientes atendidas em uma maternidade de alto risco. Métodos: Estudo observacional, de corte transversal, documental e descritivo, realizado com busca em 157 prontuários de parturientes adolescentes atendidas em maternidade de alto risco em Maceió-AL, no período de janeiro a junho/2013. Avaliaram-se variáveis socioeconômicas, práticas obstétricas e clínica, sendo os resultados apresentados em frequência simples. Resultados: Entre as parturientes, a idade variou de 14 a 19 anos, e 96 (61,1% viviam em união estável. Com relação aos dados obstétricos, 125 (79,6% eram primigestas e 73 realizaram de 4 a 6 consultas de pré-natal. Em 107 (68,1% prontuários o partograma não foi encontrado. Entre os partos realizados, em 75 (47,8% os profissionais não realizaram episiotomia, em 110 (70,1% foram realizadas manobras ativas do 3º estágio e 146 (86,6% adolescentes não tiveram complicações clínicas no parto. Conclusão: Evidenciou-se que algumas práticas obstétricas preconizadas pelo Ministério da Saúde estão sendo realizadas com as parturientes adolescentes, mas não são suficientes para uma assistência de qualidade.

  8. Psicodinâmica do trabalho e riscos de adoecimento no magistério superior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celina Hoffmann

    Full Text Available Resumo: A intensificação da atividade docente reflete um novo paradigma de produção e consumo do conhecimento, no qual coexistem demandas caracterizadas por aceleração das atividades, alienação e competitividade. Nesse sentido, faz-se pertinente investigar a tríade trabalho, saúde, doença no contexto da docência do magistério superior. Diante disso, buscou-se analisar os indicadores críticos de adoecimento no trabalho segundo a percepção dos docentes da Universidade Federal de Santa Maria (RS. Para tanto, realizou-se aplicação do Inventário sobre Trabalho e Riscos de Adoecimento (Itra e, posteriormente, entrevistas semiestruturadas de caráter complementar, aplicadas aos docentes pertencentes às áreas do conhecimento com maior participação. Destaca-se a identificação de sobrecarga cognitiva em nível grave para as mulheres (58% em relação aos homens, com avaliação em nível crítico (50%, além de maior esgotamento profissional enfrentado por elas, com avaliação em nível crítico (44%. O teste Mann-Whitney evidenciou diferença significativa entre homens e mulheres quanto aos danos físicos (p = 0, 001, danos sociais (p = 0,01 e custo cognitivo (p = 0,04. Dessa forma, o papel do gênero deve ser considerado enquanto elemento que promove distinção na percepção, avaliação e gestão dos aspectos que envolvem o trabalho e a vulnerabilidade aos riscos de adoecimento.

  9. Factores de risco de displasia broncopulmonar em cinco unidades portuguesas de cuidados intensivos neonatais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hercília Guimarães

    2010-05-01

    Full Text Available Resumo: A displasia broncopulmonar (DBP é multifactorial. Prematuridade, doença da membrana hialina, oxigénio, ventilação mecânica, inflamação e canal arterial são alguns dos factores na sua patogénese Objectivo: Avaliar a prevalência da DBP e seus factores de risco em cinco unidades portuguesas, para implementar boas práticas no tratamento deste doentes. Material e métodos: 256 recém-nascidos (RN com idade gestacional (IG  0,30 (85 vs 5 dias, respectivamente nos doentes com e sem DBP, p  0.30 (85 vs 5 days, respectively in BPD and no BPD patients, p < 0.001. Comments: The most relevant risk factors were low birth weight, severe hyaline membrane disease, duration of respiratory support and oxygen therapy, and nosocomial sepsis. The implementation of potentially better practices to reduce lung injury in neonates must be addressed to improve practices to decrease these risk factors. Palavras chave: Displasia broncopulmonar, recém-nascidos pré-termo, unidades de cuidados intensivos neonatais, doença da membrana hialina, ventilação mecânica, oxigenoterapia, factores de risco, boas práticas, Key words: Bronchopulmonary dysplasia, preterm infants, neonatal intensive care, prematurity, hyaline membrane disease, mechanical ventilation, oxygen therapy, risk factors, better practices

  10. Prevalência e fatores de risco para tabagismo em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maura C Malcon

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O tabagismo é uma das principais causas de enfermidades evitáveis e incapacidades prematuras. Nesse sentido, realizou-se estudo com o objetivo de medir a prevalência e estudar fatores de risco associados ao tabagismo nos adolescentes. MÉTODOS: A partir de um delineamento transversal de base populacional, estudou-se uma amostra representativa de 1.187 adolescentes de 10 a 19 anos, da zona urbana de Pelotas, sul do Brasil. Todos os adolescentes da amostra, de cada domicílio, foram entrevistados por meio de questionário pré-codificado, individual e confidencial. Utilizou-se o teste de Kaplan-Meier para análise da curva de sobrevida. RESULTADOS: A prevalência de tabagismo na amostra foi de 12,1% (IC95% 10,3%-14%. As prevalências foram similares para os sexos femininos e masculinos. Os fatores de risco para tabagismo na análise multivariada, por regressão logística, foram: maior idade, odds ratio (OR de 28,7 (11,5-71,4, irmãos mais velhos fumantes, OR de 2,4 (1,5-3,8, três ou mais amigos fumantes, OR de 17,5 (8,8-34,8 e baixa escolaridade OR de 3,5 (1,5-8,0. CONCLUSÕES: A prevalência de tabagismo na adolescência mostrou-se alta, na cidade de Pelotas. Campanhas antitabágicas devem ser direcionadas à comunidade e à família tendo o adolescente como alvo. Medidas legais adotadas pelo governo são importantes para impedir o acesso dos adolescentes ao cigarro.

  11. Fatores de risco e preditores para o aborto induzido: estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Teresa Anselmo Olinto

    Full Text Available O presente trabalho investigou os principais fatores de risco e preditores para o aborto induzido. Foi realizado um estudo transversal de base populacional com uma amostra representativa de 3.002 mulheres de 15 a 49 anos residentes no Sul do Brasil. Para responder as questões de aborto, as mulheres foram alocadas entre duas metodologias: método da urna ou método das questões indiretas. Informações sócio-econômicas, demográficas e reprodutivas foram obtidas por meio de um questionário pré-codificado. Na análise e interpretação dos dados utilizou-se o modelo de regressão logística. Teorema de Bayes foi aplicado para a determinação das probabilidades a posteriori permitindo a transformação dos dados agregados em dados individuais. Abortos induzidos estiveram fortemente relacionados com relatos de perda fetal em todas as idades. Entre as adolescentes, os principais preditores foram: pertencer a famílias de baixa renda, ter baixa escolaridade e alta evasão escolar, além de conhecerem um número maior de métodos contraceptivos. Para as mulheres de 20 a 49 anos de idade não houve diferença sócio-econômica, sendo que, estado civil e características reprodutivas, incluindo conhecimento de métodos contraceptivos, foram os fatores de risco freqüentes para o aborto induzido.

  12. Fatores de risco para perda auditiva em idosos - doi: 10.5020/18061230.2012.p176

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Vasconcelos Chaves Martins

    2012-11-01

    Full Text Available Identificar os fatores de risco relacionados à perda auditiva sensorioneural em idosos. Métodos: Casuística constituída por 60 pacientes idosos separados em dois grupos: o Grupo de Caso, composto por 30 idosos, 21 do sexo feminino e 9 do sexo masculino, com idade mínima de 60 anos de idade, apresentando perda auditiva sensorioneural; e o Grupo Controle, composto por 30 idosos, pareados por gênero e idade, apresentando audição normal. Os pacientes foram submetidos à anamnese audiológica e audiometria tonal. O comprometimento auditivo foi definido de acordo com média de limiar maior que 35dBNA, nas frequências de 1000, 2000 e 4000 Hz, na melhor orelha. Resultados: As razões de chances estatisticamente significantes foram: a para história audiológica: exposição a ruído e história familiar de surdez; b para situações de dificuldade auditiva: televisão, igreja, telefone, ambiente silencioso, localizar sons, dificuldade com vozes e ambiente ruidoso; c para história otológica: zumbido, otorréia e nauseas; e d para história médica: problemas visuais, fumo, álcool, problemas na tireóide e doenças renais. Conclusão: Os achados do estudo evidenciaram, para a perda auditiva sensorioneural no idoso, fatores de risco relacionados à história audiológica, otológica e médica, e às situações de dificuldade auditiva.

  13. Fatores de risco para nascimento de crianças pequenas para idade gestacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Krusser Zambonato

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar os fatores de risco para o nascimento de crianças pequenas para a idade gestacional. MÉTODOS: Nos meses de outubro a dezembro de 1996, cinco maternidades de Pelotas, RS, foram visitadas diariamente para entrevistar puérperas. O peso ao nascer foi obtido do registro dos berçários. A idade gestacional foi calculada a partir da data da última menstruação. Considerou-se como pequena para a idade gestacional (PIG aquelas crianças cujo peso ao nascer, de acordo com o sexo e a idade gestacional, estava abaixo do percentil 10 da população de referência de Williams. O teste qui-quadrado foi usado nas análises bivariadas e a regressão logística, não-condicional, na análise multivariada. RESULTADOS: Foram estudadas 1.082 puérperas e a prevalência de nascimento PIG foi de 13,1%. Mesmo após controle para possíveis fatores de confusão, as crianças cuja renda familiar era ³10 salários-mínimos. Um pré-natal de baixa qualidade também aumentou a chance de PIG (OR: 3,28 IC95% 1,09-9,91. Baixa estatura materna e exposição ao tabaco também estiveram associados com nascimentos PIG. CONCLUSÕES: O baixo nível socioeconômico, tabagismo materno, estatura materna e pré-natal de baixa qualidade foram os principais fatores de risco para PIG.

  14. Fatores de risco para nascimento de crianças pequenas para idade gestacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zambonato Ana Maria Krusser

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar os fatores de risco para o nascimento de crianças pequenas para a idade gestacional. MÉTODOS: Nos meses de outubro a dezembro de 1996, cinco maternidades de Pelotas, RS, foram visitadas diariamente para entrevistar puérperas. O peso ao nascer foi obtido do registro dos berçários. A idade gestacional foi calculada a partir da data da última menstruação. Considerou-se como pequena para a idade gestacional (PIG aquelas crianças cujo peso ao nascer, de acordo com o sexo e a idade gestacional, estava abaixo do percentil 10 da população de referência de Williams. O teste qui-quadrado foi usado nas análises bivariadas e a regressão logística, não-condicional, na análise multivariada. RESULTADOS: Foram estudadas 1.082 puérperas e a prevalência de nascimento PIG foi de 13,1%. Mesmo após controle para possíveis fatores de confusão, as crianças cuja renda familiar era superscript three10 salários-mínimos. Um pré-natal de baixa qualidade também aumentou a chance de PIG (OR: 3,28 IC95% 1,09-9,91. Baixa estatura materna e exposição ao tabaco também estiveram associados com nascimentos PIG. CONCLUSÕES: O baixo nível socioeconômico, tabagismo materno, estatura materna e pré-natal de baixa qualidade foram os principais fatores de risco para PIG.

  15. Desigualdades no acesso e na utilização de serviços odontológicos no Brasil: análise do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL 2009 Inequalities in access to and utilization of dental care in Brazil: an analysis of the Telephone Survey Surveillance System for Risk and Protective Factors for Chronic Diseases (VIGITEL 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco A. Peres

    2012-01-01

    Full Text Available Pretendeu-se descrever o padrão de utilização, acesso e tipo de serviço odontológico utilizado por adultos e idosos das capitais brasileiras segundo características sociodemográficas. Foram utilizados dados do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL de 2009 (n = 54.367. Mais da metade da população revelou necessitar de tratamento odontológico no último ano e desta, 15,2% não conseguiram atendimento. O uso de serviço odontológico privado foi de 61,1%. A participação do Sistema Único de Saúde variou de 6,2% no Distrito Federal a 35,2% em Boa Vista. Análises multivariáveis de Poisson revelaram que as maiores prevalências de percepção de necessidades de tratamento ocorreram nas mulheres, nos adultos de meia idade e nos mais escolarizados. Falta de acesso aos serviços odontológicos foram mais prevalentes em mulheres, nos mais jovens, nos menos escolarizados e nos pardos. Os resultados deste estudo revelam a existência de marcantes iniquidades na utilização e acesso de serviços odontológicos nas capitais brasileiras.This study aimed to evaluate access to and utilization of various types of dental services by individuals 18 years or older in Brazil's State capitals. We gathered data from the Telephone Survey Surveillance System for Risk and Protective Factors for Chronic Diseases (VIGITEL in 2009 (n = 54,367. More than half of the target population reported the need for dental treatment in the previous year; of these, 15.2% lacked access to dental services when needed. The private sector provided 61.1% of all dental appointments. The share of services provided by the Unified National Health System (SUS ranged from 6.2% in the Federal District to 35.2% in Boa Vista, in the North. Multivariate Poisson regression models showed higher prevalence of dental treatment needs among women, middle-aged adults, and individuals with more schooling. Lack of

  16. Prevalência e fatores de risco associados à doença arterial periférica no projeto corações do Brasil

    OpenAIRE

    Makdisse,Marcia; Pereira,Alexandre da Costa; Brasil,David de Pádua; Borges,Jairo Lins; Machado-Coelho,George Luiz Lins; Krieger,José Eduardo; Nascimento Neto,Raimundo Marques; Chagas,Antonio Carlos Palandri

    2008-01-01

    FUNDAMENTO: A doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) está associada ao maior índice de risco cardiovascular. No Brasil, faltam dados sobre sua prevalência e fatores de risco. OBJETIVO: Avaliar prevalência e fatores de risco associados à DAOP nas cidades brasileiras com > cem mil habitantes. MÉTODOS: Estudo transversal, multicêntrico, que avaliou 1.170 indivíduos (>18 anos), em 72 centros urbanos, participantes do Projeto Corações do Brasil. O diagnóstico de DAOP baseou-se na medida do í...

  17. Avaliação dos fatores tradicionais e não tradicionais de risco cardiovascular na síndrome de Sjögren.

    OpenAIRE

    BALARINI, G. M.

    2015-01-01

    Pacientes com a Síndrome de Sjögren primária (SSp) apresentam maior prevalência de alguns fatores tradicionais de risco, mas relação entre a placa de aterosclerose carotídea e fatores tradicionais e não tradicionais de risco é pouco estudada. Identifica-se a associação da placa de aterosclerose carotídea com os fatores de risco tradicionais, características da doença, perfil de citocinas e calprotectina em pacientes com a SSp. Utiliza-se o estudo de caso-controle com 63 pacientes com a SSp...

  18. Automation system risk assessment; Gestao de riscos de sistemas de automacao

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Almeida, Felipe; Furuta, Margarete [PricewaterhouseCoopers, Sao Paulo, SP (Brazil)

    2008-07-01

    In spite of what was learnt with the history of several industrial accidents and the initiative in relation to the protection measures taken by several Organizations, even today extremely serious accidents keep happening in the automation environment. If on one hand, the growing competitive demands an increase in the productivity, which several times is only possible through more complex processes that make the facilities operate in their limits, on the other, it is noticeable that the control, automation and security related to these more complex processes are also more difficult to manage. The incessant investigation of past accidents resulted in the prevention of specific dangerous events in relation to industrial facilities but it also brought to light the importance of actions related to the Risk Management Process. Without doubt, the consequences resulting from the materialization of an event can reach disastrous and unrecoverable levels, taking into account the comprehensiveness of the potential risks. Studies carried out by international entities illustrate that the inadequate management of risks is the factor that contributes more for the occurrence of accidents. The initial phase of the risk management results from the analysis of the risks inherent to the process (e.g. to determine the probability of occurring each different potential failure), the study of the consequences if these failures occur, the definition of the risk considered acceptable according to the appetite for risks established by the Organization, and the identification of the action on the risk that can vary in a spectrum that can involve decreasing, transferring, avoiding or accepting the risk. This work has as objective to exploit the aspects for the implementation of Risk Management in the Oil and Gas segment. The study also seeks to explicit, based on the systematic registry of the measured items, how it is possible to evaluate the financial exposure of the risk to which a project is subject, which is extremely important mainly in the context of this segment (Oil and Gas), constantly challenged in the discussions on international and national viability. (author)

  19. O escore de risco de sangramento como preditor de mortalidade em pacientes com síndromes coronarianas agudas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Nicolau

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A ocorrência de sangramento aumenta a mortalidade intra-hospitalar em pacientes com síndromes coronarianas agudas (SCAs, e há uma boa correlação entre os escores de risco de sangramento e a incidência de eventos hemorrágicos. No entanto, o papel dos escores de risco de sangramento como fatores preditivos de mortalidade é pouco estudado. OBJETIVO: Analisar o papel do escore de risco de sangramento como fator preditivo de mortalidade intra-hospitalar numa coorte de pacientes com SCA tratados num centro terciário de cardiologia. MÉTODOS: Dos 1.655 pacientes com SCA (547 com SCA com supra de ST e 1.118 com SCA sem supra de ST, calculou-se o escore de risco de sangramento ACUITY/HORIZONS prospectivamente em 249 pacientes e retrospectivamente nos demais 1.416. Informações sobre mortalidade e complicações hemorrágicas também foram obtidas. RESULTADOS: A idade média da população estudada foi 64,3 ± 12,6 anos e o escore de risco de sangramento médio foi 18 ± 7,7. A correlação entre sangramento e mortalidade foi altamente significativa (p < 0,001; OR = 5,29, assim como a correlação entre escore de sangramento e hemorragia intra-hospitalar (p < 0,001; OR = 1,058, e entre escore de sangramento e mortalidade intra-hospitalar (OR ajustado = 1,121, p < 0,001, área sob a curva ROC 0,753; p < 0,001. O OR ajustado e a área sob a curva ROC para a população com SCA com supra de ST foram 1,046 (p = 0,046 e 0,686 ± 0,040 (p < 0,001, respectivamente, e para SCA sem supra de ST foram 1,150 (p < 0,001 e 0,769 ± 0,036 (p < 0,001, respectivamente. CONCLUSÃO: O escore de risco de sangramento é um fator preditivo muito útil e altamente confiável para mortalidade intra-hospitalar em uma grande variedade de pacientes com SCAs, especialmente aqueles com angina instável ou infarto agudo do miocárdio sem supra de ST.

  20. Adiponectina sérica e risco cardiometabólico em pacientes com síndromes coronarianas agudas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Bernardes de Figueiredo Oliveira

    2013-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O tecido adiposo representa não somente uma fonte de energia estocável, mas principalmente um órgão endócrino que secreta várias citoquinas. A adiponectina, uma nova proteína semelhante ao colágeno, foi descoberta como uma citoquina específica do adipócito e um promissor marcador de risco cardiovascular. OBJETIVO: Avaliar a associação entre os níveis séricos da adiponectina e o risco para a ocorrência de eventos cardiovasculares, em pacientes com síndromes coronarianas agudas (SCA, e as correlações entre adiponectina e os biomarcadores metabólicos, inflamatórios e miocárdicos. MÉTODOS: Foram recrutados 114 pacientes com SCA, com seguimento médio de 1,13 ano para avaliação de desfechos clínicos. Modelos de regressão de risco proporcional de Cox com penalização de Firth foram construídos para determinar a associação independente entre adiponectina e o risco subsequente dos desfechos primário (composto de óbito cardiovascular/IAM não fatal/AVE não fatal e coprimário (composto de óbito cardiovascular/ IAM não fatal/AVE não fatal/re-hospitalização requerendo revascularização. RESULTADOS: Houve correlações diretas e significantes entre adiponectina e idade, HDL-colesterol e BNP, e inversas e significantes entre adiponectina e circunferência abdominal, peso corporal, índice de massa corporal, índice HOMA, triglicerídeos e insulina. A adiponectina foi associada a maior risco para os desfechos primário e coprimário (HR ajustado 1,08 e 1,07/incremento de 1.000, respectivamente, p = 0,01 e p = 0,02. CONCLUSÃO: Em pacientes com SCA, a adiponectina sérica foi preditor de risco independente para eventos cardiovasculares. De modo adicional às correlações antropométricas e metabólicas, a adiponectina mostrou correlação significante com BNP.

  1. Risco, vulnerabilidade e infância: algumas aproximações Risk, vulnerability and infancy: some approaches

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Betina Hillesheim

    2008-08-01

    Full Text Available No presente artigo, buscamos compreender a noção de risco, articulando-a com a denominada infância em situação de risco. Para isto, discutimos como este conceito passa a ser utilizado no âmbito das políticas públicas de atenção à infância, a partir do deslocamento do foco de uma gestão da vida, tal como proposto por uma sociedade disciplinar, para uma gestão do risco, nas quais as novas modalidades de biopoderes se tornam as principais estratégias de gestão. Na contemporaneidade, a questão do risco é operada a partir dos mecanismos de poder, tornando-se um instrumento privilegiado da sociedade de controle. A partir disto, problematizamos como emerge a noção de risco no âmbito das políticas públicas de atenção à infância, culminando na equação: infância + pobreza = vulnerabilidade = risco = perigo. Para finalizar, sugerimos embaralhar a equação, pensar no tempo que vem não como futuro, mas como porvir.In the present article, we aimed to understand the way in which the notion of infancy in risk situation is constituted, articulating it as a governability strategy. For this, we discussed how this concept is used in the extent of public policies of attention to the infancy. It was started from the displacement of the focus on life administration, exactly as it was proposed by a disciplinary society, for an administration of the risk, in which the new biopower modalities become the main administration strategies. Nowadays, the risk matter is operated starting from the power mechanisms, becoming a privileged instrument of the control society. From this point of view, we discussed how the risk notion emerges in the extent of public policies of attention to the infancy, culminating in the equation: infancy + poverty = vulnerability = risk = danger. To conclude, we suggested to shuffle the equation, to think about the coming time not as a future, but as a time to come.

  2. O seguro depósito induz ao risco moral nas cooperativas de crédito brasileiras?: um estudo com dados em painel

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Gama Fully Bressan

    2012-06-01

    Full Text Available Interesses conflitantes e monitoramento imperfeito podem induzir instituições financeiras cobertas por seguro depósito a se exporem mais ao risco do que o nível preconizado pelo fundo gestor do seguro. Testa-se se a instauração do Fundo Garantidor (FGS do Sistema das Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob não induziu ao problema de risco moral. Utiliza-se um painel com dados mensais de 180 cooperativas (61,43% das cooperativas filiadas ao Sicoob. Modelos de dados em painel estimados com o índice de Basileia como proxy da exposição ao risco das cooperativas indicam que a instauração do FGS induziu ao problema de risco moral.

  3. Análise de Riscos pelo Uso de Métodos Ágeis na Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Rocha de Oliveira

    2014-12-01

    Full Text Available Métodos Ágeis (MA têm promovido melhorias em diversos aspectos da gestão de projetos de desenvolvimento de software. No entanto, sua aplicação envolve riscos, que podem ser maiores em certas organizações ou contextos de projetos de software. O objetivo deste trabalho é analisar os principais riscos pela utilização de MA em empresas desenvolvedoras de software. O trabalho foi desenvolvido como pesquisa exploratória e qualitativa, com entrevistas abertas e semiestruturadas, com líderes de projetos de software. Resultados do trabalho mostram que diferentes tipos de riscos e impactos podem ocorrer em projetos ágeis. No entanto, as conclusões indicam que são apenas duas as principais causas de riscos: (i engajamento de clientes e (ii experiência e conhecimento com práticas ágeis.

  4. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal Small for gestational age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Furquim de Almeida

    1998-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.INTRODUCTION: Variables of birth certificates were analysed as risk factors of SGA (Small for Gestational Age infantis, and with a view to discovering if retarded intra-uterine growth was a risk factor neonatal mortality. MATERIAL AND METHOD: Data were obtained directly from 11 hospital medical records. A cohort of 2.251 hospital live births was obtained. Linkage of the death and birth certificates was undertaken to identify the neonatal deaths. The

  5. Avaliação do risco de incêndio em núcleos urbanos antigos

    OpenAIRE

    Santos, M.; Vicente, R.; Ferreira, T.; Varum, H.; Costa, A.; Silva, J.A.R. Mendes da

    2011-01-01

    A gestão, prevenção e mitigação dos riscos urbanos é assumida como uma das acções prioritárias no âmbito dos processos de reabilitação e requalificação de núcleos urbanos antigos. No âmbito de um trabalho de investigação desenvolvido para o Município do Seixal foi desenvolvida e aplicada uma metodologia de avaliação do risco de incêndio urbano baseado na metodologia A.R.I.C.A que aqui será apresentada e discutida.

  6. Fatores de risco associados a alterações renais em pacientes infectados por HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lauro Ferreira Silva Pinto Neto

    2011-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A doença renal é uma das principais comorbidades envolvendo pacientes infectados com o HIV, em razão da melhora da sobrevida proporcionada pela terapêutica antirretroviral. O objetivo deste estudo foi detectar fatores de risco, possivelmente correlacionados com função renal alterada, em pacientes infectados pelo HIV. MÉTODOS: Estudo transversal foi realizado em 254 pacientes infectados pelo HIV, atendidos em ambulatório na Santa Casa de Vitória. Eles foram entrevistados e submetidos a coletas de amostras de sangue para contagem de células CD4, quantificação de carga viral do HIV-1, dosagens de glicose, lipídeos e creatinina. A proteinúria foi avaliada em amostra de primeira urina da manhã. A filtração glomerular foi estimada com as fórmulas de modified diet in renal disease (MDRD simplificada e Cockcroft-Gault. RESULTADOS: Cento e três (40,6% pacientes tinham alguma anormalidade no exame de urina, sendo proteinúria o achado mais comum (46; 18,1% pacientes. Vinte e cinco (9,8% pacientes tinham filtração glomerular estimada inferior a 60ml/min/1.73m² de acordo com MDRD. A análise de regressão logística multivariada mostrou que baixa filtração glomerular foi positivamente correlacionada com raça negra [OR 9,6 (IC95% 1,28-23,80], hipertensão arterial sistêmica [OR 3,3 (IC95% 1,28-23,81], idade acima de 51 anos [OR 3,3 (IC95%1,11-9,90], proteinúria [OR 5,2 {IC95% 1,67-16,25}]; hematúria [OR 3,2 (1,12-9,29] e negativamente com pacientes em uso de zidovudina [OR 0,2 (0,04-0,78]. CONCLUSÕES: Os fatores de risco tradicionais para doença renal como raça negra, hipertensão arterial e idade avançada foram correlacionados com menor filtração glomerular estimada em nossos pacientes.

  7. A proteinúria como fator de risco para retinopatia diabética

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Freitas André Moraes

    2002-01-01

    Full Text Available Introdução: A diabete mélito é doença metabólica complexa que envolve hiperglicemia, doença microvascular (retina e rim e neuropatia. A retinopatia e a nefropatia são importantes causas de cegueira e falência renal respectivamente, e complicações relacionadas à diabete mélito. Objetivo: Determinar a relação entre a presença de proteinúria e nefropatia com a gravidade da retinopatia diabética num estudo transversal de pacientes diabéticos. Métodos: Estudo transversal de pacientes diabéticos, sem tratamento oftalmológico prévio, atendidos em serviço de oftalmologia terciário. Estes pacientes foram submetidos a exame fundoscópico, exames laboratoriais e interrogados quanto ao tempo de duração e o tipo de diabete. Comparados os fatores de risco abordados com os achados fundoscópicos. Na análise dos dados quantitativos foi usado o teste t de Student. Resultados: Estudados 81 pacientes, 28 do sexo masculino, 53 do sexo feminino, 28 com diabete insulino-dependente 53 com diabete não-insulino-dependente. Fatores correlacionados estatisticamente com o grupo com retinopatia diabética mais grave incluem: diabete mélito insulino dependente (alfa<0,01, nefropatia (alfa<0,05, proteinúria (alfa<0,05, maior tempo de doença (p<0,001 e valores mais elevados de glicemia de jejum (p=0,01. Conclusões: Concluiu-se que a gravidade de retinopatia diabética está relacionada à presença de proteinúria e nefropatia além de sofrer influência de fatores de risco tais como tempo de duração da doença, tipo de diabete e controle metabólico da doença.

  8. Fatores de Risco Associados aos Niveis Pressoricos Elevados em Criancas de Dois a Cinco Anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Azevedo Aranha Crispim

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: A prevalência de hipertensão arterial em crianças aumentou nas últimas décadas. Diversos fatores de risco estão envolvidos na gênese da hipertensão arterial infantil e sua identificação precoce pode prevenir o desenvolvimento posterior da doença. Objetivos: Avaliar a prevalência de pressão arterial elevada e fatores associados em crianças. Métodos: Estudo transversal de base populacional e domiciliar. Foram avaliadas 276 crianças de dois a cinco anos residentes em Goiânia, Goiás, investigando-se pressão arterial, características sociodemográficas, peso ao nascer, histórico de hipertensão arterial na família, tabagismo passivo, aleitamento materno, alimentação, hábito sedentário e estado nutricional. A regressão de Poisson foi utilizada para avaliar a associação entre os fatores de risco e a pressão arterial elevada. Resultados: A média de idade foi 3,1 ± 0,79 anos, sendo pressão arterial elevada e excesso de peso observados em 19,9% e 11,2% das crianças, respectivamente. Houve associação direta de pressão arterial elevada com idade [razão de prevalência (RP = 2,3; IC95%: 1,2 - 4,8; p = 0,017] e excesso de peso (RP = 2,0; IC95%: 1,2 - 3,6; p = 0,014. As demais variáveis não se associaram a pressão arterial elevada. Conclusões: A prevalência de pressão arterial elevada em crianças foi alta. Aquelas com excesso de peso e mais jovens apresentaram maior prevalência de níveis pressóricos elevados.

  9. Estudo dos Fatores de Risco Associados a Arteriopatia Periferica em Nipo-brasileiros de Bauru (SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Garofolo

    2014-03-01

    Full Text Available Fundamento: As patologias cardiovasculares são a maior causa de morbimortalidade nos países desenvolvidos e emergentes. Sua principal etiologia, a aterosclerose, é doença disseminada acometendo os territórios coronariano, cerebral e periférico. A doença arterial obstrutiva periférica (DAOP, além de suas consequências per se, sinaliza o acometimento do território coronariano. Portanto, seu melhor conhecimento permite tratamento adequado, retardando complicações locais e à distância, diminuindo o custo para o sistema de saúde. Objetivo: Este estudo estima a porcentagem de DAOP em nipo-brasileiros de Bauru (SP, reconhecidos pela alta prevalência de distúrbios metabólicos, como hipertensão arterial (43%, diabetes melito (33% e hipercolesterolemia (60 %, e analisa a associação com biomarcadores de risco. Métodos: Este estudo transversal populacional avaliou 1.330 nipo-brasileiros de ambos os sexos com idade ≥ 30 anos que foram submetidos a exame físico completo, medidas antropométricas, exames laboratoriais e índice tornozelo-braço (ITB. Participantes com ITB ≤ 0,90 foram diagnosticados como portadores de DAOP. Após aplicação dos critérios de exclusão, 1.038 indivíduos integraram a análise. Empregou-se regressão de Poisson para análise das associações com DAOP. Resultados: A idade média foi 56,8 anos e a porcentagem de DAOP foi 21,1%, igual entre os sexos. DAOP associou-se com tabagismo (RP 2,16 [1,33-3,48] e hipertensão arterial (RP 1,56 [1,12-2,22]. Conclusão: A porcentagem de DAOP nos nipo-brasileiros foi semelhante à de outras populações de perfil cardiometabólico desfavorável (US PARTNERS e POPADAD. A associação independente de DAOP com tabagismo e hipertensão, mas não com outros clássicos fatores de risco, pode depender das frequências muito elevadas dos distúrbios metabólicos nessa população.

  10. Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carvalho Aline de Mesquita

    2002-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As quedas entre pessoas idosas constituem importante problema de saúde pública devido à sua alta incidência, às complicações para a saúde e aos altos custos assistenciais. O estudo realizado visa a estimar a associação entre demência e ocorrência de quedas e fraturas entre idosos. MÉTODOS: Foi conduzido estudo caso-controle de 404 indivíduos com 60 ou mais anos de idade, da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Casos e controles foram pareados por idade, sexo e hospital. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada com os idosos. Foram considerados portadores de quadro demencial idosos cuja pontuação no questionário BOAS fosse superior a dois. Foram obtidos odds ratios (OR ajustados por fatores potenciais de confusão, utilizando-se regressão logística condicional. RESULTADOS: As quedas distribuíram-se igualmente entre os períodos da manhã, tarde e noite, havendo uma redução em sua freqüência durante a madrugada. Acidentaram-se dentro de casa 78% dos idosos com demência, contra 55% daqueles sem essa doença. O OR não-ajustado para a associação entre demência e fratura grave foi de 2,0 (IC95%, 1,23-3,25. Após o ajuste por fatores de confusão, houve uma pequena redução dessa associação (OR=1,82, 1,03-3,23. CONCLUSÃO: Idosos com quadro demencial apresentam maior risco de caírem e ser hospitalizados por fratura do que idosos sem demência. Tal fato implica a necessidade de cuidados especiais com esses indivíduos, visando a minimizar o risco desses acidentes.

  11. Tratamento pós-menopausa reduz a atividade da catalase e atenua o risco cardiovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera S. Castanho

    2012-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A menopausa pode levar a alterações na saúde feminina, com mudanças no estado oxidativo de mulheres pós-menopausadas, para as quais são limitadas as informações relativas à influência da hormonioterapia (HT sobre as atividades das enzimas antioxidantes. OBJETIVO: Avaliar a influência da HT sobre a atividade da catalase, concentrações de lipídeos e lipoproteínas, proteína de transferência de colesteril éster, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico, nitratos, proteína C-reativa ultrassensível e espessura da carótida em mulheres pós-menopausadas. MÉTODOS: Foram alocadas 94 mulheres para um de quatro grupos com ou sem HT. O último grupo foi subdividido em mulheres sendo tratadas com estrógeno e outras com estrógeno mais progestágeno. Foram realizadas medidas de parâmetros bioquímicos plasmáticos e da espessura da íntima-média da carótida. RESULTADOS: A HT antagonizou a redução na atividade da catalase após a menopausa, mas não teve efeito sobre os níveis da proteína de transferência de colesteril éster, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico, peróxido lipídico, nitrato e proteína C reativa ultrassensível, nem sobre a espessura da íntima-média da carótida. A análise multivariada mostrou que a HT baseada em estrógeno atenuou a relação entre os fatores de risco cardiovasculares e a espessura da íntima-média da carótida comum. CONCLUSÃO: Este estudo mostra que a HT em mulheres pós-menopausadas produz efeitos antioxidantes e antiateroscleróticos benéficos por melhorar as concentrações séricas de lipídios e lipoproteínas, aumentar a atividade da catalase sérica e atenuar a associação entre os fatores de risco cardiovasculares e a aterosclerose precoce.

  12. Fatores de risco e emocionais na voz de professores com e sem queixas vocais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Batista da Costa

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a interferência dos fatores de riscos e emocionais na voz de professores com e sem queixa. MÉTODO: a amostra foi composta de 44 professores. Utilizou-se uma ficha com dados pessoais e profissionais, três questionários referentes aos aspectos vocais e dois questionários para dados relacionados à emoção, sobretudo ansiedade, além da coleta de voz para análise perceptivo-auditiva. Os grupos foram divididos a partir do número de sintomas relatados, estabelecendo um número de 22 voluntários no grupo de Professores Sem Queixa (PSQ e 22 no grupo Professores Com Queixas (PCQ, sendo deste grupo, os indivíduos que relataram mais de três sintomas vocais. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: a média do número de sintomas descritos no QSSV foi de 5,7 (±2,8 para os PCQ e de 0,8 (±0,9 para os PSQ. Os PSQ referiram uma melhor autoavaliação vocal (p= 0,01 e os PCQ afirmaram possuir um maior comprometimento em sua voz (p= 0,001. O grupo PSQ obteve os maiores valores nos escores do QVV-Físico (p=0,0007 e QVV-Total (p= 0,0006. Os PCQ obtiveram maiores valores no IDV-Total (p=0,0003 e IDV-Orgânico (p=0,0006, e um maior comprometimento emocional, com SRQ de 5,7 (±3,9 e IDATE 42,5 (±12,7. A partir da avaliação perceptivo-auditiva, os PCQ apresentaram um desvio vocal moderado com presença de rugosidade, soprosidade e tensão na voz, enquanto os PSQ evidenciam um desvio leve em todos os parâmetros. CONCLUSÃO: os professores com queixas vocais estão expostos a mais fatores de riscos, além de relatarem mais sintomas e comprometimento vocais, bem como emocionais.

  13. Fatores de risco para peritonites e internações Risk factors for peritonitis and hospitalizations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarah Silva Abrahão

    2010-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Investigou-se um universo de 30 crianças e adolescentes portadores de doença renal crônica em tratamento dialítico, assistidos pelo Hospital das Clínicas da UFMG, a fim de determinar fatores de risco para a frequência de peritonites e de internações. MÉTODO: Estudo descritivo em que para a obtenção dos resultados utilizou-se o software SPSS (Statistical Package for Social Science versão 13.0. Testaram-se as variáveis: baixa escolaridade, baixa renda familiar, nível de informação inadequado, inadequação da antissepsia das mãos para a realização da diálise, ausência de pia no quarto da diálise como fator de risco para maior frequência de peritonites e internações. RESULTADOS: Os valores de Odds Ratio estiveram dentro dos limites dos intervalos de confiança (95% e em alguns casos foram INTRODUCTION: This study assessed 30 children and adolescents with chronic kidney disease on dialysis, cared for at the Hospital das Clínicas of UFMG, aiming at determining the risk factors for the frequency of peritonitis and hospitalizations. METHOD: Descriptive study using the SPSS (Statistical Package for Social Science software, version 13.0. The following variables were assessed as risk factors for a higher frequency of peritonitis and hospitalizations: low educational level; low family income; inadequate level of information; inadequate hand antisepsis during PD; and lack of a sink in the dialysis room. RESULTS: The odds ratio values were within the 95% confidence intervals, and, in some cases, were smaller than 1, indicating the possibility of a negative association between some independent variables and the variables studied, but with no statistically significant difference. CONCLUSION: No statistical significance was observed for the variables studied, despite the tendency towards that.

  14. Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Mesquita Carvalho

    2002-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As quedas entre pessoas idosas constituem importante problema de saúde pública devido à sua alta incidência, às complicações para a saúde e aos altos custos assistenciais. O estudo realizado visa a estimar a associação entre demência e ocorrência de quedas e fraturas entre idosos. MÉTODOS: Foi conduzido estudo caso-controle de 404 indivíduos com 60 ou mais anos de idade, da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Casos e controles foram pareados por idade, sexo e hospital. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada com os idosos. Foram considerados portadores de quadro demencial idosos cuja pontuação no questionário BOAS fosse superior a dois. Foram obtidos odds ratios (OR ajustados por fatores potenciais de confusão, utilizando-se regressão logística condicional. RESULTADOS: As quedas distribuíram-se igualmente entre os períodos da manhã, tarde e noite, havendo uma redução em sua freqüência durante a madrugada. Acidentaram-se dentro de casa 78% dos idosos com demência, contra 55% daqueles sem essa doença. O OR não-ajustado para a associação entre demência e fratura grave foi de 2,0 (IC95%, 1,23-3,25. Após o ajuste por fatores de confusão, houve uma pequena redução dessa associação (OR=1,82, 1,03-3,23. CONCLUSÃO: Idosos com quadro demencial apresentam maior risco de caírem e ser hospitalizados por fratura do que idosos sem demência. Tal fato implica a necessidade de cuidados especiais com esses indivíduos, visando a minimizar o risco desses acidentes.

  15. Avaliação do risco coronariano e sua relação com as ações de saúde em hipertensos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Rassele Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Avaliou-se o risco para desenvolvimento de eventos coronarianos agudos de acordo com os critérios de Framingham e com as ações de saúde realizadas em hipertensos de uma Unidade de Saúde da Família de Vitória-ES. Estudo observacional, de corte transversal, envolvendo 330 hipertensos. A amostra considerou prevalência do agravo de 50%. Os dados foram coletados dos prontuários e as variáveis constituíram o risco coronariano, a pressão arterial, o número de consultas, de atividades educativas e de medicamentos prescritos. Foi utilizada a ANOVA para comparar as variáveis e o teste t pareado para comparação da pressão no período estudado, com nível de significância de 5%. Respectivamente, 115 (34,8% sujeitos apresentaram baixo risco de infarto ou morte por doença coronariana nos próximos 10 anos; 67 (20,4% apresentaram médio risco; e 148 (44,8% apresentaram alto risco. Somente o quantitativo de medicamentos prescritos mostrou relação significante com o risco coronariano elevado.

  16. Mudanças climáticas e distribuição social da percepção de risco no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcel Bursztyn

    2015-08-01

    Full Text Available ResumoEste artigo tem por objetivos testar a aplicabilidade da teoria da sociedade de risco de Ulrich Beck para a sociedade brasileira contemporânea e analisar a distribuição social da percepção de risco associada às mudanças climáticas e ao aquecimento global. Para tanto, é feita uma revisão de teorias de risco, além de uma discussão crítica de sua aplicação ao caso das mudanças climáticas. Em seguida são apresentados resultados de pesquisa, verificando o efeito de diferentes variáveis sociodemográficas na percepção de risco. Os dados advêm de pesquisa de opinião pública em território nacional, com amostra estratificada por conglomerados. O principal resultado alcançado diz respeito à homogeneidade da percepção de risco, por meio de diferentes categorias sociais ou contextos geográficos. As únicas categorias que apresentaram influências significativas na avaliação da percepção de risco foram renda familiar e escolaridade, ambas com relação positiva.

  17. Percepções de risco no prazer de fumar: uma investigação sob a ótica do comportamento do consumidor.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Helena Kovacs

    2004-12-01

    Full Text Available O risco percebido tem sido estudado na área de marketing desde sua introdução, em 1960 por Bauer, devido à sua influência no comportamento do consumidor. O objetivo deste estudo foi investigar o construto risco percebido quanto ao consumo de cigarros em grupos de fumantes e não-fumantes, com o intuito de analisar possíveis diferenças de percepções quanto aos tipos de riscos abordados pela literatura especializada. Ademais, buscou-se verificar a propensão a assumir riscos e diferenças quanto à percepção dos benefícios do consumo de cigarros. Para tal, foi realizado um estudo de corte transversal com uma amostra de 390 estudantes universitários. Os resultados indicaram que os fumantes percebem menos riscos de vício, financeiro, de saúde, sociais, de tempo e o risco geral do que os não-fumantes. Os fumantes percebem mais benefícios, em especial quanto considerar o cigarro como uma forma de aliviar a tensão e de ser relaxante.

  18. Estresse oxidativo como fator de risco cardiometabólico emergente = Oxidative stress as an emergent cardiometabolic risk factor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gottlieb, Maria Gabriela Valle

    2010-01-01

    Conclusões: a associação do estresse oxidativo com adiposidade e resistência insulínica sugere sua influência na manifestação da síndrome metabólica. Sedentarismo e hábitos alimentares inadequados parecem contribuir com o aumento do estresse oxidativo e consequente risco para surgimento de doenças cardiovasculares

  19. Interação pontas-adjuvantes na estimativa do risco potencial de deriva de pulverizações

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo P. Madureira

    2015-02-01

    Full Text Available É crescente a preocupação com os riscos da deriva em pulverizações com produtos fitossanitários e seus efeitos sobre o ambiente, sendo cada vez mais importante a utilização de tecnologias que forneçam maior segurança. Objetivou-se avaliar pontas de pulverização de jato plano inclinado e jato plano com indução de ar empregadas na pulverização com diferentes adjuvantes de uso agrícola na estimativa do risco potencial de deriva por meio dos depósitos e espectro das gotas. Os tratamentos consistiram de quatro soluções combinadas a duas pontas de pulverização. Os depósitos foram medidos em diferentes distâncias e alturas, em túnel de vento. Os indicadores relativos ao espectro de gotas foram: porcentagem do volume de gotas com diâmetro menor ou igual a 100 µm, diâmetro da mediana volumétrica (DMV e a amplitude relativa, determinados em um medidor de partículas a laser. A adição do adjuvante polímero vegetal à água propiciou diminuição dos depósitos, redução da porcentagem do volume de gotas com diâmetro menor ou igual a 100 µm e DMV maiores, indicando redução do risco potencial de deriva. Depósitos maiores foram obtidos com a ponta de jato plano inclinado sem adição de adjuvantes à calda, representando maior risco potencial de deriva em pulverização.

  20. Sistemas de incentivos gerenciais e o risco das empresas do Estado do Espírito Santo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziela Xavier Fortunato

    2011-11-01

    Full Text Available O estudo objetivou verificar a relação entre o nível risco da empresa e os incentivos gerenciais oferecidos aos gestores de tais empresas. Essa ideia foi baseada na Teoria de Agência que prevê que as empresas, ao oferecerem sistemas de incentivos aos gestores, tendem a alcançar o alinhamento de interesses entre os agentes. Dessa forma, é esperado que os gestores não assumam riscos em níveis acima dos requeridos pelos acionistas. Portanto, os riscos atribuídos às empresas estariam associados à presença de incentivos oferecidos aos gestores. Essa é uma análise empírica com amostra composta pelas empresas presentes na classificação das 200 maiores empresas do Estado do Espírito Santo, publicada pela revista Findes, edição de 2008. A coleta de dados ocorreu no período de maio a dezembro de 2009, por meio de entrevista pessoal in loco, com aplicação de questionário semiestruturado para identificar as empresas que aplicavam sistemas de incentivo e para extrair as variáveis aplicadas no modelo de regressão logística. Os resultados encontrados levantam evidências de que não há relação entre o nível de risco das empresas e os sistemas de incentivos oferecidos aos gestores.

  1. Risco para transtornos alimentares em escolares de Salvador, Bahia, e a dimensão raça/cor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane de Jesus Bittencourt

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a existência de fatores de risco associados aos transtornos alimentares em escolares da cidade de Salvador, Bahia, por meio da dimensão étnico-racial como fator de heterogeneidade. MÉTODOS: Os participantes da pesquisa são escolares do sexo feminino, na faixa etária entre 15 e 30 anos, residentes na cidade de Salvador, no Estado da Bahia. Foram investigadas 626 estudantes, selecionadas em instituições públicas e privadas de ensino médio e universitário. Utilizaram-se o Eating Atittude Test-26, o Body Shape Questionnaire e o Beck Depression Inventory como instrumentos de identificação de risco para os transtornos alimentares. A classificação étnico-racial se deu por autodeclaração, de acordo com as categorias do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foram realizadas análises descritivas, bivariadas (χ2 de Pearson e regressão logística multivariada para análise dos dados. RESULTADOS: As estudantes que se identificaram como amarelas ou indígenas têm 3,6 vezes mais chances de desenvolverem comportamentos alimentares desordenados e 4,8 vezes mais possibilidade de estarem insatisfeitas com sua imagem corporal. As pardas apresentam 2,5 vezes mais risco para essa insatisfação. A depressão é uma comorbidade que deve ser considerada, apesar de não estar associada significativamente à raça/cor. CONCLUSÃO: As mulheres não brancas em Salvador apresentam risco de desenvolver transtornos alimentares. Outros estudos que combinam métodos quantitativos e qualitativos podem permitir uma análise mais robusta quanto à relação entre transtornos alimentares e raça/cor e etnia.

  2. Toxicidade aguda e risco ecotoxicológico do inseticida tiametoxam para alevinos de tilápia-do-nilo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.C.L. Albinati

    Full Text Available RESUMO O tiametoxam é um inseticida neonicotinóide usado em diversas culturas e classificado como perigoso para o meio ambiente.O objetivo do presente trabalho foi avaliar a toxicidade aguda do inseticida, por meio da determinação da CL50%, e o risco ecotoxicológico com mensuração da concentração ambiental estimada (CAE e do quociente de risco (QR. O experimento foi realizado com alevinos de tilápias expostas a 150, 300, 450, 600 e 750mg/L de Actara(r WG por um período total de 96 horas. O oxigênio dissolvido, o pH e a temperatura foram mensurados diariamente em todos os aquários. Nos grupos experimentais, houve uma variação dos valores de pH e de OD para as diferentes concentrações do inseticida. A CL50% 96h do Actara(r para alevinos de tilápia foi de 322,08ppm. O quociente de risco (QR variou de baixo a alto, de acordo com a metodologia usada.

  3. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soares Wagner

    2003-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 1991 a 2000. Por meio de uma regressão logística, foram obtidos os fatores de risco associados à intoxicação por agrotóxicos dos grupos organofosforados e carbamatos. Cerca de 50% dos entrevistados se encontravam ao menos moderadamente intoxicados. Os fatores de risco encontrados foram: ter o último contato a menos de duas semanas com agrotóxicos; não usar proteção; ser orientado pelo vendedor; citar organofosforado ou carbamato como agrotóxico principal e trabalhar nos municípios de Teófoli Otoni, Guidoval ou Piraúba. Os resultados apontam para o alto grau de risco de agravos à saúde a que estão sujeitos trabalhadores rurais em contato com agrotóxicos.

  4. Beneficiamento de Sementes de Soja no Mato Grosso: Análise de Viabilidade Financeira e de Riscos Associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joelsio José Lazzarotto

    2011-06-01

    Full Text Available A utilização de sementes de alta qualidade é fundamental para que os sistemas de produção de soja apresentem adequados resultados técnicos e econômicos. No entanto, para que esses insumos sejam ofertados com alta qualidade, em geral, são necessários expressivos investimentos. Assim, buscou-se verificar se a implantação de uma unidade de beneficiamento de sementes (UBS de soja no Estado do Mato Grosso constitui, no longo prazo, alternativa financeiramente viável. Para tanto, com base em um horizonte de planejamento de 10 anos de operação da UBS, com capacidade instalada anual de 500 mil sacas de sementes, foram elaborados os fluxos de caixa e calculados, sob condições determinísticas e de riscos, alguns indicadores financeiros, como o valor presente líquido e a taxa interna de retorno. Dentre os resultados obtidos, verificou-se que, embora os indicadores apontassem para a maior chance de ocorrência de resultados financeiros positivos, existem grandes riscos do projeto não gerar os resultados esperados. Isso significa que o investimento em uma UBS de soja no Mato Grosso, em nenhuma hipótese, pode ser considerado como desassociado de risco.

  5. Posições de Sindicatos e ONGs sobre os riscos e a regulação da nanotecnologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Noela Invernizzi

    2013-11-01

    Full Text Available Este trabalho discute os posicionamentos de Organizações não Governamentais (ONGs e sindicatos de trabalhadores sobre os riscos e a regulação da nanotecnologia. Baseia-se na análise de declarações e documentos produzidos por essas organizações entre 2002 e 2010. No contexto de fortes investimentos públicos e privados em nanotecnologia e de sua rápida incorporação a produtos e processos, esses grupos têm buscado representar seus interesses através de diversas estratégias. Seus posicionamentos se centram na aplicação do princípio de precaução e incluem pedidos de moratória, realização de mais investigação sobre riscos à saúde, ocupacionais e ambientais, regulação específica e obrigatória, transparência de informação e ampla participação pública na governança da nanotecnologia. Mostramos que essas organizações da sociedade civil vêm tecendo colaborações e alianças e tiveram algum êxito em posicionar a temática de riscos e regulação nas agendas dos governos.

  6. Estresse e risco cardiovascular: intervenção multiprofissional de educação em saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cármen Marilei Gomes

    2016-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: identificar o risco cardiovascular e o estresse em educadores (gestores e professores do sul do Brasil, avaliados antes e depois de intervenção com atividades de gerenciamento do estresse e educação em saúde. Método: estudo longitudinal do tipo antes e depois. A amostra foi constituída por 49 participantes. Foram obtidas variáveis sociodemográficas, antecedentes de morbidade e hábitos da vida diária. Os dados de risco para doença cardiovascular foram pressão arterial, índice de massa corporal, relação cintura-quadril, perfil lipídico e glicemia capilar. O estresse foi avaliado pelo Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp (ISSL. O gerenciamento ocorreu durante quatro meses, em encontros semanais com equipe multidisciplinar. Resultados: após as intervenções, observou-se redução estatisticamente significativa das variáveis investigadas, salvo glicemia no grupo gestores. Conclusão: atividades de gerenciamento são potenciais ferramentas na identificação e controle dos fatores de risco estudados, em especial aquelas de foco multi e transdisciplinar.

  7. Risco e saúde reprodutiva: a percepção dos homens de camadas populares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Cristina Lima de Almeida

    2002-06-01

    Full Text Available Os estudos desenvolvidos na saúde reprodutiva discutem, entre outras coisas, as lacunas existentes nos modelos tradicionais de pesquisa, os quais negligenciam aspectos sócio-culturais e também ético-filosóficos. Estes aspectos atravessam a definição de temas essenciais à pesquisa em saúde reprodutiva, tais como: sexualidade, reprodução e gênero. A busca da articulação entre as duas disciplinas (Ciências Sociais e Saúde Pública ajuda a pensar como as pessoas e os grupos sociais delimitam e percebem os riscos que enfrentam. Neste estudo, analisamos a percepção de risco em saúde reprodutiva de um grupo de homens de camadas populares do Rio de Janeiro, entrevistados no âmbito de uma pesquisa sobre contracepção. Visamos identificar as situações e os contextos em que o problema emerge e o conteúdo atribuído ao mesmo. A partir desses depoimentos, é possível concluir que existe uma hierarquia de riscos entre os entrevistados, a qual é modificada dependendo de valores culturais, contextos relacionais, institucionais e sociais.

  8. Risco e saúde reprodutiva: a percepção dos homens de camadas populares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Cristina Lima de Almeida

    Full Text Available Os estudos desenvolvidos na saúde reprodutiva discutem, entre outras coisas, as lacunas existentes nos modelos tradicionais de pesquisa, os quais negligenciam aspectos sócio-culturais e também ético-filosóficos. Estes aspectos atravessam a definição de temas essenciais à pesquisa em saúde reprodutiva, tais como: sexualidade, reprodução e gênero. A busca da articulação entre as duas disciplinas (Ciências Sociais e Saúde Pública ajuda a pensar como as pessoas e os grupos sociais delimitam e percebem os riscos que enfrentam. Neste estudo, analisamos a percepção de risco em saúde reprodutiva de um grupo de homens de camadas populares do Rio de Janeiro, entrevistados no âmbito de uma pesquisa sobre contracepção. Visamos identificar as situações e os contextos em que o problema emerge e o conteúdo atribuído ao mesmo. A partir desses depoimentos, é possível concluir que existe uma hierarquia de riscos entre os entrevistados, a qual é modificada dependendo de valores culturais, contextos relacionais, institucionais e sociais.

  9. Comportamentos de risco para os transtornos alimentares e traços perfeccionistas em atletas de atletismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    Full Text Available Resumo O objetivo do estudo foi analisar a influência do perfeccionismo nos comportamentos de risco para os transtornos alimentares de atletas adolescentes do sexo feminino da modalidade atletismo. Fizeram parte do estudo 52 atletas da modalidade de atletismo de clubes da cidade de São Paulo/SP com idade entre 12 e 17 anos. Utilizaram-se as subescalas do Eating Attitudes Test (EAT-26 e a Multidimensional Perfectionism Scale (MPS para avaliar os comportamentos de risco para os transtornos alimentares e os traços perfeccionistas, respectivamente. Conduziu-se a regressão linear múltipla stepwise para analisar a influência dos perfeccionismo nos comportamentos de risco para os transtornos alimentares. Os resultados indicaram influência da MPS nos escores das subescalas Dieta (F(1, 44 = 5,74; p = 0,05 e Autocontrole Oral (F(1, 44 = 6,13; p = 0,04 do EAT-26. No entanto, não foi evidenciado impacto da MPS nos escores da subescala Bulimia e Preocupação com 0 Alimenta (F(1, 44 = 1,26; p = 0,22. Assim, em razão da investigação apresentar delineamento transversal, pressupõe-se que as atletas de atletismo com traços perfeccionistas podem estar mais susceptíveis para a restrição alimentar e a influência ambiental para a ingesta alimentar.

  10. Tragédia, risco e controlo: uma releitura psico-social dos testemunhos do terramoto de 1755

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luísa Pedroso de Lima

    2008-01-01

    Full Text Available Este artigo analisa relatos sobre o que se passou a seguir ao terramoto que se fez sentir em Lisboa em 1755 e procura interpretá-los com os conceitos e teorias utilizados para compreender o pensamento leigo sobre o risco sísmico nos dias de hoje. Em particular, recorre-se a perspectivas psicológicas da percepção de riscos e da adaptação cognitiva, a alguns conceitos da teoria cultural e ao modelo da amplificação social do risco para ilustrar os processos de construção social de significado para o desastre. Salienta-se a funcionalidade destas interpretações em 1755, quer a nível individual de gestão do medo, quer a nível colectivo de reforço das identidades.This article analyzes reports of what happened after the earthquake which struck Lisbon in 1755 and seeks to interpret them with the concepts and theories used to understand lay thought on modern-day earthquake risk. In particular, this article adopts psychological approaches to risk perception and cognitive adaptation, concepts from cultural theory, and the social amplification of risk model to illustrate how the meaning of the disaster is socially constructed. Emphasis is placed on the functionality of these interpretations in 1755, both at the individual level of managing fear and at the collective level of reinforcing identities.

  11. Idosos vítimas de trauma: análise de fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Rodrigues

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar fatores de risco para o trauma em idosos a partir de abordagem quantitativa e transversal, utilizando análise de regressão logística. Foi realizado no pronto-socorro de dois hospitais da cidade de Curitiba-PR. Foram entrevistados 261 idosos, sendo 56,7% mulheres e 43,3% homens. A idade variou de 60 a 103 anos, com maior concentração em idosos menores de 70 anos (44,8%. Os mecanismos de trauma mais frequentes foram: queda (75,9%, atropelamento (9,6%, trauma direto (5,4% e acidente automobilístico (3,8%. A análise multivariada permitiu afirmar que, o gênero feminino, a presença de cuidador, medicação de uso contínuo e problemas auditivos aumentam significativamente a probabilidade de trauma por queda. Problemas de visão sem uso de óculos e idosos com renda de até três salários mínimos tendem a ter maior probabilidade de trauma por queda. Os fatores que mais interferem no trauma em idosos podem, se avaliados durante a consulta de enfermagem, possibilitar ações de saúde para a sua prevenção.

  12. A escola e as perspectivas educacionais de jovens em situação de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deise Matos do Amparo

    Full Text Available Este estudo visou identificar a percepção de jovens em situação de risco psicossocial sobre a realização e aspirações escolares e a rede de apoio social relacionadas ao contexto de ensino-aprendizagem. Investigou proteção e vulnerabilidade no contexto escolar, com base na Abordagem Ecológica do Desenvolvimento e a Psicologia Positiva. 852 jovens, de ambos os sexos, do ensino médio público de regiões administrativas do Distrito Federal responderam a um questionário sobre relações com professores e amigos, qualidade e importância da escola, reprovação e fracasso escolar e rede de apoio social e afetiva. Os resultados revelaram que a escola se constitui numa importante rede de proteção, com a qual os jovens apresentam, em geral, atitudes positivas de confiança e interesse. A continuidade da formação é valorizada e a escola está incluída em projetos futuros destes jovens. Os amigos, professores e pais representam importantes fatores de proteção no contexto escolar.

  13. Riscos e vulnerabilidade socioambiental urbana: uma perspectiva a partir dos recursos hídricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Mendonça

    2009-03-01

    Full Text Available A intensificação da urbanização na ultima etapa da modernidade gerou inúmeros problemas relacionados à qualidade e condições de vida humana nas cidades. No âmbito dos países não desenvolvidos estes problemas tomam maior magnitude que nos desenvolvidos, gerando consideráveis desafios à gestão socioambiental das áreas urbanas. O problema da qualidade da água e da gestão dos recursos hídricos aparece como um dos mais graves da sociedade contemporânea, notadamente em países como o Brasil, cujos rios urbanos encontram- se altamente degradados em sua grande maioria. A associação entre os perigos, os riscos e a vulnerabilidade socioambiental, quando enfocados na perspectiva da interação entre os recursos hídricos e a sociedade urbana, torna-se muito importante, constituindo-se no enfoque central do presente texto. Nesse contexto, a questão da escassez de água no ambiente urbano brasileiro é abordada e a problemática é explorada.

  14. Vanguardas poéticas e tecnologias sonoras da voz: poesia é risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Neiva de Matos

    2010-12-01

    Full Text Available Mesmo em sua forma escrita tradicional, a poesia abriga e manifesta uma constante demanda pela voz. Desde o início do século XX, operações vocais e performáticas da linguagem poética foram propostas por diversos movimentos de vanguarda. Mais adiante, as possibilidades inovatórias da poesia moderna foram enriquecidas pelos suportes e formatos advindos do desenvolvimento das tecnologias e mídias sonoras e audiovisuais. Na segunda metade do século, várias experiências nesse campo constituíram o que se chamou conjuntamente de Poesia Sonora. No Brasil, um dos mais importantes processos de renovação poética pelos caminhos intersemióticos foi o da Poesia Concreta com seus desdobramentos. A partir de uma visão geral sobre os tópicos acima relacionados, este trabalho aborda a obra verbivocovisual de Augusto de Campos, com destaque para o CD de poemas oralizados Poesia é risco.

  15. Risco cardiovascular em policiais militares de uma cidade de grande porte do Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilmar Mercês de Jesus

    2014-09-01

    Full Text Available A pesquisa estimou prevalência e fatores associados ao risco cardiovascular elevado (RCE, a partir da obesidade abdominal, em uma amostra de 316 policiais militares (PMs de uma cidade de grande porte do Nordeste do Brasil. Os preditores selecionados foram: sexo, idade, situação conjugal, graduação, função e tempo na polícia, nível de atividade física e tabagismo. Empregou-se a regressão logística de Poisson, com variância robusta, para avaliar a associação entre RCE e fatores sociodemográficos, comportamentais e relacionados ao trabalho policial. O RCE ocorreu em 32,3% dos PMs pesquisados. Na análise ajustada, sexo (RP: 2,39; IC95%: 1,20-4,77, tempo na polícia (RP: 1,74; IC95%: 1,17-2,58 e nível de atividade física (RP: 1,36; IC95%: 1,00-1,83 foram associados com o RCE entre os policiais, ajustados por graduação.

  16. Câncer de estômago: fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Valéria de Britto

    Full Text Available Há cinqüenta anos o câncer de estômago vem perdendo a importância em termos de morbi-mortalidade em países considerados de primeiro mundo. Isso não ocorre no Brasil. Os principais fatores de risco evidenciados a partir de estudos epidemiológicos em várias populações do mundo e associados a essa neoplasia são alguns padrões de dieta. Com a descoberta do papel carcinogênico das nitrosaminas e do potencial anti-oxidante da vitamina C, algumas das associações entre câncer gástrico e padrões de dieta passaram a ser parcialmente entendidas. Com a descrição da Helicobacter pylori em 1983 e as evidências da relação dessa bactéria com certos processos patológicos do estômago, alguns precursores do câncer gástrico, novos elementos foram agregados ao processo fisiopatológico dessa entidade. O conhecimento hoje adquirido sobre a fisiopatologia do câncer gástrico, mesmo que parcial, fornece perspectivas estimulantes para prevenção e diagnóstico precoce.

  17. Câncer de estômago: fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Britto Anna Valéria de

    1997-01-01

    Full Text Available Há cinqüenta anos o câncer de estômago vem perdendo a importância em termos de morbi-mortalidade em países considerados de primeiro mundo. Isso não ocorre no Brasil. Os principais fatores de risco evidenciados a partir de estudos epidemiológicos em várias populações do mundo e associados a essa neoplasia são alguns padrões de dieta. Com a descoberta do papel carcinogênico das nitrosaminas e do potencial anti-oxidante da vitamina C, algumas das associações entre câncer gástrico e padrões de dieta passaram a ser parcialmente entendidas. Com a descrição da Helicobacter pylori em 1983 e as evidências da relação dessa bactéria com certos processos patológicos do estômago, alguns precursores do câncer gástrico, novos elementos foram agregados ao processo fisiopatológico dessa entidade. O conhecimento hoje adquirido sobre a fisiopatologia do câncer gástrico, mesmo que parcial, fornece perspectivas estimulantes para prevenção e diagnóstico precoce.

  18. Biopolítica e risco: a nova lógica do capitalismo global

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Baiense Felix

    2011-01-01

    Full Text Available Entre os meses de abril e maio de 2008, duas discussões tomaram a cena midiática no Brasil e no mundo: a crise de abastecimento de alimentos e o papel dos biocombustíveis na escalada de preços e de fome globais. Ambos os debates relacionavam-se ao velho problema tamanho da população X capacidade de produção de alimentos, mas aconteciam dentro de um universo político específico: a proximidade da rodada de Doha da OMC, considerada crucial para definição de regras mais favoráveis ao livre comércio de produtos agrícolas. Neste artigo, para o qual selecionamos uma série de reportagens sobre a crise de abastecimento, os biocombustíveis e as tarifas comerciais, publicadas pelo jornal O Globo no período, analisaremos o debate midiático sobre a relação entre fome e risco de instabilidade social, como sintoma da biopolítica atual.

  19. FATORES DE RISCO NA REPETIÇÃO DE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eulália Maria Chaves-Maia

    2009-01-01

    Full Text Available A fim de traçar o perfil biopsicossocial de adolescentes com repetição de gravidez e seus fatores associados, investigou-se questões socio-demográficas, variáveis biológicas e psicológicas de 50 adolescentes multigestas.Os dados analisados através de estatística descritiva apontam que a maioria das adolescentes não frequentava a escola e vivia em união estável, que 54% não fez uso de métodos contraceptivos na primeira relação sexual e 88% nunca participou dos programas de Planejamento Familiar. Assim, políticas públicas de educação sexual e reprodutiva devem identificar comportamentos sexuais de risco, atuar na construção de valores familiares e no planejamento das gestações.

  20. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes? What is adolescents' eating disorder risk behavior?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicinee Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.OBJECTIVE: To characterize eating disorder (ED risk behavior and its prevalence among adolescents in a review of national and international literature. METHODS: We carried out an integrative review on PubMed (U.S. National Library of Medicine, Lilacs and SciELO, using descriptors related to "eating disorder risk behavior". Articles published in the last 10 years, in Portuguese, Spanish and English, and specifically with adolescents were selected. The nomenclature and instruments used to assess eating disorder risk behaviors and its frequency were evaluated and analyzed in 76 articles. RESULTS: Several terms to assess ED risk behavior were found; questionnaires and scales

  1. Fatores Essenciais de Risco de Uso de Drogas por Adolescentes: Utilizando Modelagem de Equações Estruturais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovani Glaucio Costa

    2016-07-01

    Full Text Available A questão da identificação dos fatores que facilitam o uso de drogas por adolescentes é alvo de muitos estudos de autores que o pesquisam. Os fatores individuais de risco que ocasionam o uso de drogas por adolescentes, se combinados entre si, poderão atingir a mais de setenta possibilidades. Os pesquisadores ainda estão estudando as inter-relações entre os vários fatores já conhecidos, com a finalidade de se chegar a um provável consenso sobre o uso de drogas pelos jovens. Este artigo visou contribuir para a corroboração a cerca de fatores gerais consensuais que facilitam o uso de drogas por adolescentes. O objetivo deste estudo foi identificar quais os conceitos essenciais ou básicos, constructos, não observados diretamente, que pudessem resumir os fatores de risco diretos que aumentam, em diferentes intensidades, a probabilidade do jovem vir a consumir drogas. O artigo realizou uma pesquisa de percepção junto a uma amostra não probabilística de 124 psicólogos e assistentes sociais. A pesquisa questionava, numa escala de 0 a 10, a intensidade em que 20 fatores de risco individuais diretos aumentariam a probabilidade de um adolescente vir a usar drogas.A análise de dados  consistiu de uma análise de confiabilidade, de uma análise fatorial exploratória e de uma modelagem de equações estruturais, para verificar a existência de conceitos abstratos, identificá-los e confirmá-los. Os constructos, não medidos diretamente, seriam os fatores causais que explicariam e resumiriam os facilitadores diretos do consumo de drogas por menores de idade.“Fator de Risco Natural”, “Fator Evento e Experiência de Vida” e “Fator Social”, nesta ordem, provavelmente seriam os fatores latentes, os conceitos abstratos, o resumo teórico conceitual do que se percepção como fatores de risco facilitadores diretos do consumo de drogas não lícitas por adolescentes. Estes novos eixos temáticos sumarizam em 94,5% a variação das

  2. Prevalência dos indicadores de risco para perda auditiva nos resultados 'falha' da triagem auditiva neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Conceição S. Oliveira

    2015-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: estabelecer qual indicador de risco para perda auditiva apresenta maior prevalência de resultados 'falha' da Triagem Auditiva Neonatal. MÉTODOS: a partir de análise retrospectiva de 702 prontuários de lactentes submetidos à triagem auditiva neonatal no Ambulatório de Audiologia da Universidade Federal da Bahia no período de 2007 a 2011, foi realizado o teste do qui-quadrado para a hipótese de ausência de associação entre os indicadores de risco e a 'falha' da Triagem Auditiva Neonatal. RESULTADOS: dos lactentes pesquisados, 352 (50,29% foram do sexo masculino e 348 (49,71% do sexo feminino, dois não tinham referências quanto ao gênero. A maioria dos bebês tinha idade entre um a três meses de vida e 45,40% dos bebês nasceram prematuros. Verificou-se que os bebês apresentaram os seguintes indicadores de risco: 28,83% tinham hiperbilirrubinemia; 22,54% tinham história de infecção congênita; 15,06% nasceram com peso inferior a 1.500g; 8,21% tiveram boletim Apgar de 0 a 4 no 1º minuto; 5,07% apresentaram boletim Apgar de 0 a 6 no 5º minuto; 9,09% receberam ventilação mecânica; 4,09% tinham síndromes associadas à perda auditiva e apenas 1 (0,84% lactente teve meningite bacteriana. Entre esses lactentes, 92,45% não tinham histórico familiar de deficiência auditiva e 97,09% não apresentavam malformação craniofacial. CONCLUSÃO: houve associações entre cinco indicadores de risco e 'falha' na triagem auditiva neonatal. Os indicadores de risco apresentaram a seguinte ordem decrescente de prevalência: boletim de Apgar de 0 a 4 no 1º minuto; malformações craniofaciais; síndrome associadas a perdas auditivas; boletim de Apgar de 0 a 6 no 5º minuto; ventilação mecânica.

  3. Mapeamento de Perigos e Riscos de Inundação no Município de Aparecida (São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo de Andrade

    2012-07-01

    Full Text Available No período entre 2001 e 2011, inundações atingiram 235 municípios paulistas, 29 deles situados ao longo do vale do rio Paraíba do Sul, na porção leste do Estado de São Paulo. O presente trabalho aborda o mapeamento de perigos e riscos de inundações e processos relacionados (enchentes, alagamentos, enxurradas e solapamento de margens no Município de Aparecida com uso de produtos de sensoriamento e geotecnologias visando à obtenção de índices numéricos passíveis de utilização no planejamento regional e urbano, assim como no gerenciamento das situações de risco. A análise de perigos buscou identificar a probabilidade de ocorrência dos eventos, seu nível estimado de atingimento e sua distribuição espacial ao longo do município. As principais etapas de trabalho incluem: a levantamento preliminar e elaboração de cadastro georeferenciado de ocorrências a partir de notícias de jornais; b delimitação e a caracterização de setores de perigo combinando interpretação visual de imagens, cartas topográficas e análise espacial de dados, em particular, o nível da água atingido nos locais de ocorrência (Nat; d análise do uso e ocupação territorial, visando estimar numericamente a vulnerabilidade e apontar o dano potencial dos elementos em risco (pessoas, bens materiais e atividades econômicas; e elaboração de carta de risco incluindo classificação dos diferentes setores de risco de inundação através de índice numérico (Rinu. No total foram identificados e delimitados 41 setores de perigo e 62 setores de risco de inundação (6 setores de Risco Muito Alto, 11 de Risco Alto, 16 de Risco Médio e 29 de Risco Baixo.

  4. Risco relativo para Aids de homens homo/bissexuais em relação aos heterossexuais Relative risk for AIDS between homo/bisexual and heterosexual men

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge A Beloqui

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o risco relativo para Aids na população de homens que fazem sexo com homens em relação à população heterossexual masculina. MÉTODOS: Foram utilizadas estimativas sobre a proporção de homens que fazem sexo com homens no Brasil e dados de Aids do Sistema Nacionald e Agravos de Notificação. Foram calculadas estimativas para o risco relativo (RR para Aids desta população em relação à população heterossexual masculina do Brasil; cidade e estado de São Paulo; e cidade e estado do Rio de Janeiro, para o período de 1996 a 2003. As trajetórias do RR neste período também foram analisadas. RESULTADOS: As estimativas do RR declinaram, mostrando tendência de estabilização: de 34,3 para 19,3 no País como um todo e entre 32,1 e 6,3 nos locais analisados. Para o País em 2003, o RR dos bissexuais masculinos em relação à população heterossexual masculina era 16. O RR para homossexuais exclusivos teve trajetória decrescente em todos os locais analisados, mas não para os bissexuais. CONCLUSÕES: O risco relativo para homens que fazem sexo com homens foi mais elevado em relação aos heterossexuais, em todos os locais. Esse resultado indica alta e persistente vulnerabilidade dessa população.OBJECTIVE: To assess the relative risk for AIDS between men who have sex with other men and heterosexual men. METHODS: Estimates on the proportion of men who have sex with men in Brazil and AIDS data from Brazil's Information System for Notifiable Diseases, were utilized. Estimates were calculated for the relative risk (RR for AIDS of men who have sex with men with respect to heterosexual masculine population in Brazil; state and city of São Paulo; and state and city of Rio de Janeiro, from 1996 to 2003. The trajectory of the RR in this period was also analyzed. RESULTS: The estimates for relative risk decreased, with a tendency to stabilize: from 34.3 to 19.3 in the entire country and from 32.1 and 6.3 in the locations

  5. Fatores de risco hospitalar para implante de bioprótese valvar de pericárdio bovino Hospital risk factors for bovine pericardial bioprosthesis valve implantation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mateus W. De Bacco

    2007-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Identificação de fatores de risco pré-operatórios na cirurgia cardíaca valvar visa melhor resultado cirúrgico pela possível neutralização de condições relacionadas com morbi-mortalidade aumentada. OBJETIVO: Este estudo objetiva identificar fatores de risco hospitalar em pacientes submetidos a implante de bioprótese de pericárdio bovino. MÉTODOS: Estudo retrospectivo incluindo 703 pacientes consecutivos submetidos a implante de pelo menos uma bioprótese de pericárdio bovino St. Jude Medical-Biocor® de setembro de 1991 a dezembro de 2005 no Instituto de Cardiologia do RS, sendo 392 aórticos, 250 mitrais e 61 mitro-aórticos. Analisadas as características sexo, idade, índice de massa corporal, classe funcional (New York Heart Association - NYHA, fração de ejeção, lesão valvar, hipertensão arterial sistêmica, diabete melito, função renal, arritmias cardíacas, cirurgia cardíaca prévia, revascularização miocárdica, plastia tricúspide e caráter eletivo, de urgência ou de emergência da cirurgia. Desfecho primordial foi mortalidade hospitalar. Utilizou-se regressão logística para examinar relação entre fatores de risco e mortalidade hospitalar. RESULTADOS: Ocorreram 101 (14,3% óbitos hospitalares. Características significativamente relacionadas à mortalidade aumentada foram sexo feminino (p 2,4mg/dl (p=0,004, classe funcional IV (pBACKGROUND: Identification of preoperative heart valve surgery risk factors aim to improve surgical outcomes with the possibility to offset conditions related to increased morbidity and mortality. OBJECTIVE: Intent of this study is to identify hospital risk factors in patients undergoing bovine pericardial bioprosthesis implantation. METHODS: Retrospective study including 703 consecutive patients who underwent implantation of at least one St. Jude Medical-Biocor™ bovine pericardial bioprosthesis between September 1991 and December 2005 at the Rio Grande do Sul

  6. Mapeamento de risco de sodificação de solos em microbacia hidrográfica no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Boeno Patricio Luiz

    2017-02-01

    Full Text Available Atualmente, o uso de águas subterrâneas para fins de irrigação tem se tornado uma constante em muitas bacias hidrográficas brasileiras. Contudo, a utilização de águas com alto teor de sódio pode trazer uma série de prejuízos para os solos agrícolas, especialmente aos mais argilosos e com drenagem deficiente. A pesquisa objetivou avaliar o risco de sodificação dos solos da microbacia hidrográfica do Lajeado Erval Novo com a introdução de águas subterrâneas para atividades de irrigação. Para tanto, aplicou-se um modelo quali-quantitativo para cruzar informações das concentrações salinas da água subterrânea de 14 poços tubulares localizados na região com características geomorfológicas da microbacia. Para avaliação do teor de sódio das águas subterrâneas utilizou-se o índice de Relação de Adsorção de Sódio (RAS como indicador da porcentagem de sódio contido em água que pode ser adsorvido pelo solo. Esse indicador aliado ao mapeamento em Sistema de Informação Geográfica (SIG das características de declividade e tipo de solo forneceram um diagnóstico do risco de salinização do solo em diferentes partes da microbacia. Como resultado, evidenciou-se o elevado risco de sodificação na porção sul da microbacia ao utilizar águas para irrigação classificadas com índice RAS alto (>18 e muito alto (>26. Estudos desta natureza visam contribuir para o levantamento de informações de interesse para a realização de práticas mais sustentáveis na agricultura, objetivando o uso dos recursos hídricos na região, servindo de contribuição para as políticas públicas do setor. Sodification risk mapping of soils in micro watershed in Rio Grande do SulAbstract: Currently, the use of groundwater for irrigation purposes has become a constant in many brazilian watershed. However, the use of water with high sodium content can bring a lot of damage to agricultural soils, especially the clay soils and with poor

  7. Contribuição à gestão de riscos no processo de projeto de incorporadoras de médio porte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe de Souza Pinto Barreto

    Full Text Available ResumoA melhoria do processo de projeto de empresas construtoras leva à necessidade de introdução de mecanismos de gestão de riscos desde a fase de concepção dos empreendimentos. Nesse sentido, o artigo apresenta os resultados de pesquisa que teve como objetivo mapear o processo de projeto de empresas incorporadoras e construtoras de médio porte, identificando quais são as atividades no processo de projeto que impactam na gestão de riscos. A análise do processo de projeto usou como referencial as ações propostas na ISO31000 e no PMBOK. Uma vez mapeadas as atividades associadas à gestão de riscos, as mesmas foram hierarquizadas, do ponto de vista de seu impacto na redução de riscos, a partir dos critérios de priorização estabelecidos pelo Project Definition Rating Index - PDRI, do CII. A pesquisa se desenvolveu por meio de estudos de caso múltiplos, realizados em três empresas de médio porte. As fontes de evidências envolveram análise de documentos e projetos, entrevistas e observação direta de rotinas de trabalho. Os resultados apontam para o fato de que as empresas não possuem mecanismos adequados para a gestão de riscos na fase de concepção, e esses mecanismos concentram-se, sobretudo, na etapa de análise de viabilidade econômica dos empreendimentos. A explicitação das ações envolvidas com a gestão de riscos pode ser um primeiro passo para que as empresas implementem modelos de gestão de riscos nos estágios iniciais de desenvolvimento dos empreendimentos.

  8. Hemiparetic cerebral palsy: etiological risk factors and neuroimaging Paralisia cerebral hemiparética: fatores de risco etiológico e neuroimagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Sedrez Gonzaga Piovesana

    2001-03-01

    Full Text Available The purpose of this paper, which was conducted on 175 children with hemiparetic cerebral palsy (H-CP, was to verify the etiological risk period for this disease. Etiological risk factors (ERF were detected through anamnesis: 23% in the prenatal period, 18% in the perinatal period and 59% of the patients the period was undefined (ERF in the prenatal and perinatal period was 41% and no ERF was 18% of the cases. The computerized tomographic scan (CT and MRI were performed on all the patients, who were then classified according to their etiopathogenic data: CT1= normal (18%; CT 2= unilateral ventricular enlargement (25%; CT 3= cortical/ subcortical cavities (28%; CT4= hemispheric atrophy and other findings (14%; CT 5= malformations (15%. CT 5 was associated with physical malformations beyond the central nervous system and with prenatal ERF's , while CT 2 was associated with the perinatal ERF's, mainly in premature births. Magnetic resonance imaging was performed on 57 patients and demonstrated a good degree of concordance with the CT. Etiology remained undefined in only 37% of the cases after neuroimaging was related to ERF. A high perinatal RF frequency (59% was observed and emphasized the need for special care during this period.Foram estudadas 175 crianças com paralisia cerebral hemiparética (PC-H para elucidar o período de risco etiológico. Através da anamnese constataram-se fatores de risco para etiologia (FRE pré-natal em 23%, perinatal em18% e período indefinido em 59% dos pacientes (com FRE pré e perinatal 41% e sem FRE 18%. A tomografia computadorizada (TC foi realizada em todos os sujeitos e classificada de acordo com dados etiopatogênicos em: TC1= normal (18%; TC2= alargamento ventricular unilateral (25%; TC3= cavidades córtico-subcorticais (28%; TC4= atrofia hemisférica e outros achados (14%; TC5= malformações (15%. A TC5 se associada a malformações físicas fora do sistema nervoso central e aos FRE pré-natais e a TC2 aos

  9. Avaliação multicriterial no mapeamento de risco de incêndios florestais, em ambiente sig, na bacia do Rio Corumbataí, SP Multi-criteria evaluation of a GIS environment in a forest fire hazard mapping for the Corumbataí River basin, SP, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hilton Luis Ferraz da Silveira

    2008-04-01

    Full Text Available Um dos agentes mais empregados na supressão de áreas florestais no Estado de São Paulo é o fogo, por meio de queimadas que, quando fora de controle, podem converter-se em incêndios responsáveis pela destruição de extensos ecossistemas. Na Bacia do Rio Corumbataí, SP, os incêndios são um dos causadores de fragmentação e degradação da cobertura florestal. Nesse contexto, este trabalho objetivou a realização do mapeamento de risco de incêndios florestais na Bacia do Rio Corumbataí, utilizando-se a avaliação multicriterial (Método da Média Ponderada Ordenada em um Sistema de Informações Geográficas. Os fatores importantes do estudo foram: declividade do terreno, face de exposição ao sol, pluviosidade, proximidade da malha viária, proximidade dos centros urbanos, proximidade da rede hidrográfica, vizinhança dos fragmentos e face de exposição aos ventos. A combinação dos mapas de fatores resultou no mapa de risco regional da bacia. Para a confecção do mapa de risco em nível de fragmento, determinou-se o risco associado a cada fragmento, a partir da análise de uma faixa de 30 m em seu entorno. O risco foi reclassificado em três classes: baixo, médio e alto. Com base no mapa final, verificou-se que: aproximadamente 20% dos fragmentos de mata nativa pertencem à classe de risco alto, 55% à classe de risco médio e 25% à classe de risco baixo. Nas condições atuais de uso e cobertura do solo, bem como de manejo das áreas agrícolas e pastagens, os remanescentes florestais da Bacia do Rio Corumbataí estão sob séria ameaça de degradação por incêndios florestais.Fire is one of the agents most used in the suppression of forest areas in the State of São Paulo, Brazil, and, when out of control, it can be responsible for the destruction of extensive ecosystems. In the case of the Corumbataí river basin, SP, fire is one of the main causes of forest fragmentation and degradation. The purpose of this study was

  10. Associação entre fatores de risco para doença arterial coronariana e coronariopatia em pacientes submetidos a cintilografia de perfusão do miocárdio Association between risk factors for coronary artery disease and coronary disease in patients undergoing myocardial perfusion scintigraphy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Schiavom Duarte

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Estabelecer o grau de associação entre fatores de risco cardiovascular e a presença de doença arterial coronária (DAC em um grupo de pacientes submetidos a cintilografia de perfusão do miocárdio (CPM. MÉTODOS: Foram estudados 7.183 pacientes submetidos a CPM. Utilizando análise de regressão logística, avaliou-se a razão de chances dos seguintes fatores de risco: idade, sexo, antecedentes familiares, índice de massa corpórea, tabagismo, dislipidemia, diabetes melito (DM e hipertensão arterial sistêmica. Definiram-se como indicativas da presença de DAC as seguintes condições: infarto, revascularização, angioplastia ou alteração na CPM. Analisou-se a amostra global de pacientes bem como os indivíduos masculinos e femininos separadamente. Caracterizou-se também a importância dos fatores de risco por faixas etárias. RESULTADOS: Observou-se associação estatisticamente significativa entre a idade e o sexo dos pacientes e a presença de DAC. Para o sexo feminino, o DM apareceu como o principal fator de risco controlável para DAC. Para o masculino, vários fatores de risco controláveis foram associados à presença de DAC, destacando-se o DM e a dislipidemia. Na análise por faixas etárias alguns fatores de risco passaram a apresentar associação mais expressiva. CONCLUSÃO: Os principais fatores de risco para DAC foram o envelhecimento e o sexo masculino. Dos fatores de risco passíveis de serem controlados, os que apresentaram maior associação com a presença de DAC foram o DM e a dislipidemia no homem e o DM na mulher. Para faixas etárias específicas destacaram-se o tabagismo para homens jovens, o DM e o tabagismo para mulheres entre 40 e 50 anos.OBJECTIVES: To establish the degree of association between cardiovascular risk factors and the presence of coronary artery disease (CAD in a group of patients undergoing myocardial perfusion scintigraphy (MPS. METHODS: The study included 7183 patients who had

  11. Riscos e estratégias de sobrevivência: flanelas e malabaristas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliano Batista dos Santos

    2016-12-01

    Full Text Available O presente texto é o resultado de estudos sobre os riscos e estratégias de sobrevivência desenvolvidas por flanelinhas e malabaristas no município de Cuiabá em Mato Grosso que, por antropomorfização, transformam, mesmo que por um breve período, os não-lugares em lugares de trabalho informal, cujas performances operam, diariamente, como contrafluxo aos projetos modernistas (sociais e urbanos, propostos como solução à humanização de todos os sujeitos. O problema é que nem todos os indivíduos são absorvidos por tais projetos; consequentemente, os exclusos, a todo momento, contrariando a ideia durkheimiana de consciência coletiva, procuram, cada um à sua maneira, garantir seus compromissos financeiros através do perigoso jogo de colocar em risco a própria vida. Para compreender tais ações, as mesmas foram vivenciadas e refletidas no contexto das relações entre informalidade, cidade, cotidiano e consumo, já que, no dia a dia, a prática das artes de fazer, como astúcias eficazes à superação das dificuldades econômicas, revelam que, a cada novo dia, em meio às múltiplas maneiras de pressionar dinheiro, há, às margens da sociedade, grupos neotribalistas de indivíduos que, apesar de sufocados pelo inevitável ciclo do trabalho-dinheiro-consumo, buscam superar o estigma goffmaniano de exclusão social, sem, contudo, infringirem regras morais e/ou legais, mas obrigatoriamente ressignificando os espaços topológicos e tópicos da cidade a partir de representações que, quando adaptadas às fachadas sociais disponíveis, são muitas vezes julgadas como inadequadas às normas vigentes, fato que, na perspectiva pós-moderna, opera como contestação do conceito de dualidade própria das sociedades binárias, possível somente de serem realizadas no cotidiano, ou seja, naquilo que é aparentemente inútil ou insignificante aos arquétipos da razão instrumental. Dito de outro modo: o presente texto revela as maneiras como

  12. Via, homem e veiculo: fatores de risco associados a gravidade dos acidentes de transito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Livia Freitas de Almeida

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar as características das vítimas, vias e veículos envolvidos em acidentes de trânsito e os fatores de risco de acidentes com ocorrência de óbito.  MÉTODOS Estudo de coorte não concorrente considerando os acidentes de trânsito em Fortaleza, CE, de janeiro de 2004 a dezembro de 2008. Foram utilizados dados do Sistema de Informação de Acidente de Trânsito de Fortaleza, do Sistema de Informações de Mortalidade, do Sistema de Informações Hospitalares e dos bancos de dados de Habilitação e Veículos do Departamento Estadual de Trânsito. Técnicas de relacionamento determinístico e probabilístico foram aplicadas para integrar as bases de dados. Efetuou-se a análise descritiva das variáveis relativas às pessoas, às vias, aos veículos e ao tempo. Foram utilizados os modelos lineares generalizados na investigação de fatores de risco para óbito por acidente de trânsito. O ajuste do modelo foi verificado pela razão de verossimilhança e análise ROC.  RESULTADOS Registraram-se 118.830 acidentes no período. Predominaram colisão/abalroamento (78,1%, atropelamentos (11,9% e choque com obstáculo fixo (3,9% e com motocicletas (18,1%. Ocorreram óbitos em 1,4% dos acidentes. Estiveram independentemente associados ao óbito por acidente de trânsito: bicicletas (OR = 21,2; IC95% 16,1;27,8, atropelamentos (OR = 5,9; IC95% 3,7;9,2, choque com obstáculo fixo (OR = 5,7; IC95% 3,1;10,5 e acidentes com motociclistas (OR = 3,5; IC95% 2,6;4,6. Os principais fatores contribuintes foram envolvimento de uma única pessoa (OR = 6,6; IC95% 4,1;10,73, presença de condutores não habilitados (OR = 4,1; IC95% 2,9;5,5 um único veículo envolvido (OR = 3,9; IC95% 2,3;6,4, sexo masculino (OR = 2,5; IC95% 1,9;3,3, tráfego em vias de jurisdição federal (OR = 2,4; IC95% 1,8;3,7, horário madrugada (OR = 2,4; IC95% 1,8;3,0 e dia de domingo (OR = 1,7; IC95% 1,3;2,2, todas ajustadas segundo modelo log-binomial.  CONCLUSÕES As a

  13. Risco nutricional entre gestantes adolescentes Riesgo nutricional entre gestantes adolescentes Nutritional risks among pregnant teenagers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glayriann Oliveira Belarmino

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar o acometimento de risco nutricional em gestantes adolescentes; averiguar hábitos alimentares; e verificar percepções destes quanto à importância de nutrição adequada na gravidez. MÉTODOS: Estudo de campo realizado no Centro de Desenvolvimento Familiar, em Fortaleza-CE, com 40 gestantes adolescentes. A avaliação nutricional foi efetuada com o auxílio do "Gráfico de acompanhamento nutricional da gestante" e os hábitos alimentares foram conferidos pela "Técnica de alimentação diária habitual". RESULTADOS: Vinte (50% adolescentes apresentaram peso adequado, 11(27,5% baixo peso e 9 (22,5% sobrepeso. Prevaleceram massas, carnes, gorduras, doces e baixo consumo de frutas e verduras; 33 (82,5% tinham a percepção de que a alimentação deve ser "diferente" na gravidez e 28 (70% afirmaram ter feito mudanças nos hábitos alimentares no pré-natal. CONCLUSÃO: O acometimento de risco nutricional entre adolescentes gestantes se revelou em situações de sobrepeso, baixo peso, dietas pouco diversificadas e desinformação.OBJETIVOS: Identificar el riesgo nutricional en gestantes adolescentes; averiguar hábitos alimenticios; y verificar percepciones de éstos en cuanto a la importancia de una nutrición adecuada en el embarazo. MÉTODO: Se trata de un estudio de campo realizado en el Centro de Desarrollo Familiar, en Fortaleza-CE, con 40 gestantes adolescentes. La evaluación nutricional se llevó a cabo con el auxilio del "Gráfico de acompañamiento nutricional de la gestante" y los hábitos alimenticios fueron conferidos por la "Técnica de alimentación diaria habitual". RESULTADOS: Veinte (50% adolescentes presentaron peso adecuado, 11(27,5% bajo peso y 9 (22,5% sobre peso. Prevalecieron pastas, carnes, grasas, dulces y bajo consumo de frutas y verduras; 33 (82,5% tenían la percepción de que la alimentación debe ser "diferente" durante el embarazo y 28 (70% afirmaron haber realizado cambios en los h

  14. Significando o risco sanitário: modos de atuação sobre o risco na vigilância sanitária / Meaning the health risk: modes of action on the risk in health surveillance

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Valesca Fernandes GIlson Silva

    2014-05-01

    Full Text Available Este estudo qualitativo, que utiliza o Interacionismo Simbólico como referencial teórico e a Teoria Fundamentada nos Dados como método, buscou compreender os modos de atuação sobre o risco. Sintetiza os significados do risco para os profissionais da Vigilância Sanitária (VISA e analisa os modos de atuação para o seu controle. A síntese é a sistematização das interpretações e significados do risco. A análise apresenta a existência de dois modos de atuação, permitindo empreender a aplicação do significado de risco no âmbito do domínio de um saber específico. Entre a identificação do risco e a intervenção existem processos que mesclam a racionalidade à subjetividade, a autoridade ao controle, a experiência ao conhecimento formal adquirido. O agir do profissional da VISA é constituído por conhecimentos, pela experiência adquirida, pelos contextos socioculturais e pelas interações que definem e redefinem os modos de atuar. As ações são baseadas nos significados do risco que se deslocam no plano da objetividade e da subjetividade, e a legislação é um importante instrumento de decisão e de persuasão. Embora ocorra um deslocamento para o uso do conhecimento e da experiência, é o arcabouço legal que imprime o que deve ou não ser controlado. ------------------------------------------------------------------------- This qualitative study that utilizes Symbolic Interactionism as a theoretical background and Grounded Theory as a method, sought to understand the modes of action about risk. It summarizes the meanings of risk to the professionals of Health Surveillance (HS, and analyses the modes of action to control it. The summary is the systematization of the in-terpretations and meanings of risk. The analysis shows the existence of two modes of ac-tion, allowing to undertake the application of the meaning of risk in the scope of domain of an specific knowledge. Between the risk identification and the

  15. Saúde é colocar-se em risco: normatividade vital em Georges Canguilhem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Iwasawa Neves

    Full Text Available Resumo Este artigo objetiva apresentar uma crítica ao modelo biomédico de saúde predominante nas ciências médicas, a partir do conceito de normatividade vital, proposto por Georges Canguilhem. Na introdução apresentamos, a partir de um breve histórico do conceito de saúde, a normalização como o primado fundamental do modelo biomédico. Na primeira parte, discutimos o problema da determinação do normal e do patológico, da saúde e da doença, no pensamento de Canguilhem, buscando situar esses conceitos em função de valores individuais, questionando a existência de um processo normativo em biologia. Na segunda parte, pretende-se demonstrar que a normatividade vital defendida por Canguilhem é uma ferramenta conceitual fundamental para o entendimento da lógica de produção biológica. Esta lógica de produção não toma a norma como critério de valoração das formas de vida possíveis. Não são as individualidades biológicas que se adéquam ou se afastam das normas, mas, ao contrário, é a individualidade biológica enquanto potência de criação de novas formas que produz o processo de sua normatividade. Por fim, destacamos o impacto crítico do conceito de saúde entendido como uma abertura ao risco, enfatizando essa dimensão da saúde como a capacidade de enfrentar novas situações de vida.

  16. O tabagismo e a mulher: riscos, impactos e desafios Women and smoking: risks, impacts, and challenges

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Maria Siqueira Lombardi

    2011-02-01

    Full Text Available O tabagismo entre as mulheres tem cada vez mais merecido destaque devido ao aumento (ou da redução menos acentuada de sua prevalência em comparação com aquela dos homens, bem como devido a especificidades dos efeitos do tabagismo na saúde da mulher. Em 2010, a Organização Mundial da Saúde elegeu para o "Dia Mundial sem Tabaco" o tema "Gênero e tabaco com ênfase na propaganda voltada para a mulher", com o objetivo de estimular políticas de combate às estratégias de marketing da indústria do tabaco e conter a epidemia de tabagismo entre as mulheres. O presente artigo discorre sobre as características do tabagismo na mulher, abordando fatores como prevalência, dependência, a atuação da indústria, riscos à saúde, abordagens à cessação do tabagismo e estratégias de tratamento e prevenção.Smoking among women has drawn increasing attention because of the increase (or less pronounced decrease in its prevalence when compared with that observed for men, as well as because of the specific effects that smoking has on women's health. For the 2010 "World No Tobacco Day", the World Health Organization chose the theme "Gender and tobacco with an emphasis on marketing to women", with the aim of encouraging policies to combat marketing strategies employed by the tobacco industry and to curb the epidemic of smoking among women. In this article, we discuss the characteristics of smoking among women, addressing factors such as smoking prevalence, nicotine dependence, the role of the tobacco industry, health risks, approaches to smoking cessation, treatment strategies, and prevention measures.

  17. Fatores de risco para poliparasitismo intestinal em uma comunidade indígena de Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Annick Fontbonne

    2001-03-01

    Full Text Available No perfil etnoepidemiológico da comunidade dos Índios Pankararus - interior do Estado de Pernambuco -, as parasitoses intestinais representam importante problema de saúde pública, por atingir a quase totalidade da população. A fim de conhecer possíveis fatores de risco ambientais deste quadro, utilizou-se parte da base de dados do inquérito original para relacionar as condições de moradia ao número de parasitas diferentes verificado entre seus moradores. Com base na seleção da quantidade de exames coprológicos efetuados entre as pessoas da família, a amostra para análise contou 84 famílias dentre as 112 da amostra aleatória original. Para o número médio de 6,1 pessoas por família, constatou-se que o de parasitas diferentes presentes no lar era 5,0, número crescente quando a casa era de taipa (6,0 contra 4,9 para as de alvenaria; p < 0,03, ou a água usada na moradia não era tratada (5,1 contra 4,5 para água tratada; p < 0,05. Outros fatores que caracterizam a moradia e sua higiene não parecem influenciar o número médio de parasitas na casa. Conclui-se que o poliparasitismo nos Índios Pankararus de Pernambuco chega a representar a regra e está referido sobretudo às fontes de água de beber e ao seu tratamento.

  18. Fatores de risco para poliparasitismo intestinal em uma comunidade indígena de Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fontbonne Annick

    2001-01-01

    Full Text Available No perfil etnoepidemiológico da comunidade dos Índios Pankararus - interior do Estado de Pernambuco -, as parasitoses intestinais representam importante problema de saúde pública, por atingir a quase totalidade da população. A fim de conhecer possíveis fatores de risco ambientais deste quadro, utilizou-se parte da base de dados do inquérito original para relacionar as condições de moradia ao número de parasitas diferentes verificado entre seus moradores. Com base na seleção da quantidade de exames coprológicos efetuados entre as pessoas da família, a amostra para análise contou 84 famílias dentre as 112 da amostra aleatória original. Para o número médio de 6,1 pessoas por família, constatou-se que o de parasitas diferentes presentes no lar era 5,0, número crescente quando a casa era de taipa (6,0 contra 4,9 para as de alvenaria; p < 0,03, ou a água usada na moradia não era tratada (5,1 contra 4,5 para água tratada; p < 0,05. Outros fatores que caracterizam a moradia e sua higiene não parecem influenciar o número médio de parasitas na casa. Conclui-se que o poliparasitismo nos Índios Pankararus de Pernambuco chega a representar a regra e está referido sobretudo às fontes de água de beber e ao seu tratamento.

  19. Riscos psicossociais e incapacidade do servidor público: um estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra da Cruz Serafim

    Full Text Available Os fatores de risco psicossociais do trabalho (FRPT, como o estresse, as pressões patogênicas da carga de trabalho, as dificuldades nas relações socioprofissionais e as condições e a organização inadequadas do trabalho podem ser consideradas variáveis que interferem na saúde mental e física do trabalhador. A prevenção desses aspectos deve ocorrer por meio da sensibilização, conscientização, motivação e ação organizada dos atores sociais da empresa ou do órgão. Os servidores públicos estaduais de Santa Catarina estão submetidos aos FRPT, e há relações entre estes e o adoecimento relacionado ao trabalho. Este artigo parte de um estudo de caso, por meio de análise documental relativa à perícia psicológica para a caracterização de acidente em serviço/doença referente ao trabalho no ano 2008. O estudo de caso demonstrou que a exposição da servidora ao longo de sua vida laborativa aos FRPT - sobrecarga cognitiva e psíquica, ritmo intenso, longas jornadas e precárias condições de trabalho - foram os fatores que desempenharam papel preponderante na ocorrência da incapacitação para o trabalho. Concluiu-se que os FRPT devem ser considerados nas avaliações dos casos de adoecimento e incapacidade profissional, bem como na implementação dos dispositivos legais catarinenses que se referem à promoção da saúde ocupacional dos servidores dos órgãos do Poder Executivo estadual.

  20. Risco crescente de melanoma de pele no Brasil Increasing risk of cutaneous melanoma in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guinar Azevedo e Silva Mendonça

    1992-08-01

    Full Text Available A ocorrência de melonoma maligno de pele no Brasil é analisada a partir dos dados de mortalidade disponíveis no Ministério da Saúde e dos dados de incidência dos seis Registros de Câncer de Base Populacional, localizados em seis capitais brasileiras. Os coeficientes de incidência nessas capitais situam-se em padrões intermediários se comparadas às cifras mundiais. Para o Município de Porto Alegre, uma das capitais estudas, que apresentou os maiores coeficientes de incidência, é feita comparação entre os dados relativos ao período 1979-1982 e 1987, constatando-se que houve aumento relativo de 38% entre homens e de 11% entre mulheres. Concluiu-se pela necessidade de se conduzir estudos no Brasil entre comunidades de indivíduos de pele clara, os quais apresentam risco potencializado para o desenvolvimento de melanoma, para que sejam definidas medidas específicas e eficazes de controle.The occurrence of cutaneous malignant melanoma in Brazil is analysed on the basis of available mortality data from the National Ministery of Health and from the incidence data of six Population-based Cancer Registries (Recife, Fortaleza, S.Paulo, Porto Alegre, Goiânia e Belém. The incidence in these State capitals has an intermediate pattern if compared to the world pictures. For Porto Alegre, the capital that had the highest rates, a comparison between the periods 1979-1982 and 1987 showed a proportional increases of 38% among males and 11% among females. The conclusion is reached that it is necessary to undertake studies in Brazil among fairskinned people from particular communities which may show a potentialized risk for the development of cutaneous melanoma in order to be able to define what kind of specific control actions should be developed.

  1. Fatores de risco maternos associados à acidose fetal Maternal risk factors associated with fetal acidosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mauro Madi

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os fatores de risco maternos associados à acidose fetal. MÉTODOS: estudo tipo caso-controle composto por 188 recém-nascidos, sendo que 47 compuseram o grupo casos (pH de artéria umbilical OBJECTIVES: to assess maternal risk factors associated with fetal acidosis. METHODS: a case-control type study was conducted of 188 neonates, of whom 47 comprised the case group (umbilical arterial pH <7.0 and 141 the control (umbilical arterial pH E7.1 <7.3. The study included only single-gestation neonates without congenital malformations. Both maternal and fetal variables were taken into consideration. Statistical analysis involved the calculation of the raw and adjusted Odds Ratio, Student's t-test, the chi-squared test and multivariate analysis using Enter-method non-conditional logistic regression. The level of statistical significance was set at p<0.05. RESULTS: in the case group higher percentages of caesarian sections and pre-term births were observed, involving almost five times as much intensive care and twenty-five times more likelihood of Apgar in the 5th minute <7. No association was observed between the groups and fetal presentation, mother's age, history of miscarriage, years of schooling of mother or attendance at prenatal sessions. After multivariate analysis, the only risk factors that remained significant were complications relating to the placenta or the umbilical cord. Deliveries involving complications relating to the placenta or the umbilical cord were three times more likely to involve fetal acidemia. CONCLUSIONS: acidemia among neonates was associated with a higher percentage of caesarians, premature births, a need for intensive care and treatment and an Apgar index of <7 in the 5th minute. After multivariate analysis, complications relating to premature displacement of the placenta and the umbilical cord were the only remaining risk factors associated with fetal acidemia.

  2. Sobre palavras que vendem coisas: o glossário do risco em anúncios de revistas On words that sell things: risk glossaries in media advertisements

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mary Jane P. Spink

    2007-04-01

    Full Text Available Este artigo visa entender como a linguagem dos riscos, nas suas diferentes tradições (risco-perigo, risco-probabilidade e risco-aventura, é utilizada para vender produtos em anúncios veiculados em revistas vendidas em bancas. Com esse objetivo, tomamos os anúncios como gêneros de discurso que fazem circular materialidades (artefatos cotidianos passíveis de comercialização (na forma de bens simbólicos e que são necessariamente endereçados a públicos específicos. Foi definida uma amostra de 101 revistas com base nas categorias utilizadas pelo Anuário de Mídia - Revistas. A análise levou em consideração as palavras empregadas nos anúncios, a categoria de produtos e a temática da revista. Conclui-se que, embora os riscos vendam produtos, trata-se mais do controle de riscos potenciais do que de apologia do risco. Mesmo quando os produtos são associados ao risco-aventura, vendem-se, de fato, emoções associadas à experiência do risco que são sustentadas por uma diversidade de estratégias de segurança.The aim of this research was to understand how the discursive traditions (risk as danger; risk as probability and risk as adventure of the language of risk are used in magazine advertisements. Advertisements were defined as genres of discourse that put into circulation materiality (quotidian artifacts that can be commercialized (as symbolic goods and are necessarily addressed to a specific public. A sample of 101 magazines was defined using the categories of the Anuário de Mídia - Revistas. The analysis took into account the words used in the advertisements, the category of goods been advertised and the type of magazine in which they appeared. Although risk does sell products, the focus tends to be on risk control rather than on an apology of risk. Even when products are associated to risk as adventure, what is being sold is the sensation of risk counterbalanced by a diversity of safety strategies.

  3. Risk factors for presbycusis in a socio-economic middle-class sample Estudo de fatores de risco para presbiacusia em indivíduos de classe sócio-econômica média

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Simônica de Sousa

    2009-08-01

    Full Text Available Presbycusis, or the aging ear, involves mainly the inner ear and the cochlear nerve, causing sensorineural hearing loss. Risk factors include systemic diseases and poor habits that cause inner ear damage and lead to presbycusis. Correct identification of these risk factors is relevant for prevention. AIM: To evaluate the prevalence and to identify the risk factors of presbycusis in a sample aged over 40 years. Study design: a retrospective case series. SUBJECTS AND METHODS: medical records of 625 patients were evaluated. Presbycusis was identified using pure tone audiometry, speech audiometry and impedance testing of all patients. RESULTS: The prevalence of presbycusis was 36.1%; the mean age was 50.5 years ranging from 40 to 86 years; 85.5% were male and 14.5% werf female. Age, the male gender, diabetes mellitus, and hereditary hearing loss were identified as risk factors. Cardiovascular diseases, smoking and consumption of alcohol were not confirmed as risk factors, although these have often been mentioned as risk factors for presbycusis. CONCLUSION: Notwithstanding the idea that presbycusis has multiple risk factors, this study identified few risk factors for this disease.A presbiacusia é consequência de lesões histopatológicas da orelha interna e nervo coclear e leva à deficiência auditiva sensório-neural. Fatores de risco como doenças sistêmicas e hábitos inadequados são agravantes para presbiacusia. A identificação destes fatores é relevante para sua prevenção. OBJETIVO: Avaliar a prevalência da presbiacusia e correlacionar eventuais fatores de risco numa amostra populacional. CASUÍSTICA E MÉTODO: Estudo retrospectivo de série de casos com amostragem aleatória de 625 prontuários de indiv��duos sem e com presbiacusia determinada por avaliação audiológica convencional. Foi feita a análise da associação da presbiacusia com fatores de risco pré-estabelecidos. RESULTADOS: A prevalência da presbiacusia foi de 36

  4. Risco privado em infra-estrutura pública: uma análise quantitativa de risco como ferramenta de modelagem de contratos Private risk in public infrastructure: a quantitative risk analysis as a contract modeling tool

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz E. T. Brandão

    2007-12-01

    Full Text Available Parcerias público-privadas (PPP são arranjos contratuais onde o governo assume compromissos futuros por meio de garantias e opções. São alternativas para aumentar a eficiência do Estado por uma alocação mais eficiente de incentivos e riscos. No entanto, a determinação do nível ótimo de garantias e a própria alocação de riscos são geralmente realizadas de forma subjetiva, podendo levar o governo a ter que assumir passivos significativos. Este artigo propõe um modelo de valoração quantitativa de garantias governamentais em projetos de PPP por meio da metodologia das opções reais, e este modelo é aplicado a um projeto de concessão rodoviária. Os autores analisam o impacto de diversos níveis de garantia de receita sobre o valor e risco do projeto, bem como o valor esperado do desembolso futuro do governo em cada uma das situações, concluindo que é possível ao poder público determinar o nível ótimo de garantia em função do grau de redução de risco desejado, e que o desenho e a modelagem contratual de projetos de PPP podem se beneficiar de ferramentas quantitativas aqui apresentadas.Public private partnerships (PPP are contractual arrangements in which the government assumes future obligations by providing project guarantees. They are considered a way of increasing government efficiency through a more efficient allocation of risks and incentives. On the other hand, the assessment and determination the optimal level of these guarantees is usually subjective, exposing the government to potentially high future liabilities. This article proposes a quantitative model for the evaluation of government guarantees in PPP projects under the real options approach, and applies this model to a toll highway concession with a minimum revenue guarantee. It studies the impact of different guarantee levels on the value and the risk of the project, as well as the expected level of future cash payments to be made by the government in

  5. Avaliação do risco ambiental utilizando FMEA em um laticínio na região de Lavras – MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Cássia Nogueira

    2010-11-01

    Full Text Available Uma metodologia que vem sendo paulatinamente empregada na avaliação do risco ambiental durante o processo produtivo é o FMEA (do inglês – Failure Mode and Effect Analysis, definida como uma ferramenta que busca em princípio, evitar ou minimizar as chances do produto ou processo falhar, aumentando assim a sua confiabilidade. Considerando que o impacto ambiental gerado por um laticínio apresenta diversos riscos em potencial, este método foi empregado na avaliação do risco ambiental durante o processamento de queijos em um laticínio da região de Lavras – MG. Um levantamento das entradas e saídas de cada operação do processo foi feito e as saídas que apresentaram risco ambiental foram analisadas utilizando-se um formulário para aplicação do método. Ações foram sugeridas de acordo com as mesmas, colaborando para a diminuição da probabilidade do risco ambiental gerado ocorrer à medida que estas ações foram sendo aplicadas, contribuindo para um processo mais sustentável e eficiente.

  6. VULNERABILIDADE E RISCO À CONTAMINAÇÃO DOS SOLOS DA ÁREA DE RECARGA DO AQUÍFERO GUARANI NO ESTADO DE GOIÁS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Moreira Alves

    2009-06-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objetivo apresentar a estimativa da vulnerabilidade natural e risco dos solos à contaminação nas áreas de recarga do Aqüífero Guarani, no sudoeste do Estado de Goiás (SAG/GOIÁS. Para estabelecer as classes de vulnerabilidade desses solos utilizou-se de técnicas de SIG, cruzando-se os mapas de declividade dos terrenos com o de solos, o de condutividade hidráulica e o de uso do solo, todos na mesma escala, obtendo-se as classes de vulnerabilidade e de risco. Avaliou-se que 45% das áreas de recarga do aqüífero possuem vulnerabilidade muito alta e 47% são consideradas da classe alta, juntas somando mais de 90% da área total de recarga do aqüífero no Estado de Goiás. Calculou-se que 32,8% apresentam alto risco e 27,5% apresentam muito alto risco somado 60% do total da área. Concluiu-se que a vulnerabilidade e risco da área de recarga do SAG em Goiás são elevados e por isso inspiram cuidados, sobretudo preventivos, com o uso, manejo e conservação dos solos.

  7. Proposição de um modelo para análise dos fatores de risco em projetos de implantação da metodologia lean

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jonatas Ost Scherer Ost Scherer

    2013-01-01

    Full Text Available A gestão dos riscos envolvidos em projetos de implantação da metodologia lean é importante para reverter o baixo percentual de sucesso encontrado em tais projetos. Este artigo apresenta três contribuições principais ao tema: (i identificação dos fatores de risco em projetos de implantação da metodologia lean; (ii levantamento da intensidade do relacionamento entre os fatores identificados; e (iii algoritmo para a estimativa da probabilidade de sucesso da implantação, considerando a condição dos fatores e intensidade do relacionamento entre eles. O modelo proposto foi baseado na revisão da literatura e na opinião de especialistas da academia e da indústria. Ele utiliza preceitos de confiabilidade, em que os fatores de risco são modelados como um sistema série-paralelo. O modelo, testado em três empresas, apresentou resultados coerentes com as incertezas e riscos destes projetos. Identificou também os fatores de risco críticos para o projeto, considerando a sinergia entre os fatores.

  8. Elaboração de Carta de Risco de Contaminação por Agrotóxicos para a Bacia do Riacho da Estiva, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Cavalcante de Jesus França

    Full Text Available RESUMO O objetivo com a realização deste trabalho foi determinar áreas com risco de contaminação por agrotóxicos utilizados na produção de monoculturas anuais na bacia do Riacho da Estiva, afluente do Rio Uruçuí-Preto, Piauí, por meio de álgebra de mapas, fazendo-se uso de planos de informação ambiental para determinar a tendência do comportamento da água, infiltração e escoamento, juntamente com o transporte de agrotóxicos. O cruzamento dessas informações foi utilizado para gerar um mapa com as áreas de risco de contaminação por agroquímicos utilizados. A bacia hidrográfica apresentou elevada antropização, com aumento de aproximadamente 55% do uso e ocupação do solo por culturas agrícolas em um período de 27 anos (1984 a 2011. Área de 269 Km2, que corresponde a 11% da área da bacia, apresenta alto potencial de risco de contaminação por agroquímicos, 45% apresentam médio risco de contaminação e 44% apresentam baixo risco de contaminação.

  9. Riscos biomecânicos posturais em trabalhadores de uma serraria Biomechanical risks in sawmill worker postures

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Gustavo Soares de Oliveira

    2009-03-01

    Full Text Available Os trabalhadores em serrarias estão sujeitos a riscos biomecânicos advindos das posturas adotadas durante suas atividades laborais. Este trabalho visou avaliar as posturas adotadas por esses trabalhadores por meio do método de avaliação rápida do corpo inteiro (REBA, rapid entire body assessment, buscando detectar e classificar os riscos biomecânicos. Participaram 15 trabalhadores do setor de produção de uma serraria em João Pessoa, PB, do sexo masculino, com idade média de 44±10,9, avaliando-se quatro posturas: flexão anterior do tronco com levantamento de carga, agachamento profundo, flexão ântero-lateral do tronco e corpo estendido para mover uma prensa. Sintomas musculoesqueléticos foram identificados no mapa corporal de Corlett. Um questionário semi-estruturado levantou os dados demográficos, ambientais e as funções executadas. Pelo REBA, a flexão anterior de tronco apresentou nível de risco muito alto e as posturas de agachamento profundo, flexão ântero-lateral do tronco e movimento do corpo em extensão, nível de risco alto. Uma alta proporção (73,3% deles queixaram-se de dor ou desconforto na coluna e 26,8% na região dos ombros. Considerando os níveis de riscos apresentados, requerem-se intervenções ergonômicas preventivas no posto de trabalho para adoção de posturas que melhor propiciem a execução das atividades com menor risco à saúde do trabalhador.Workers in sawmills are exposed to biomechanical risks due to the postures adopted during their activities. The purpose here was to assess postures adopted by these workers by using the rapid entire body assessment (REBA, in order to detect and classify possible biomechanical risks. Fifteen male workers from the production section of a sawmill in João Pessoa, PB (mean age 44±10.9 years old were assessed as to the postures adopted at work. A semi-structured questionnaire collected demographic and environmental data as well as functions in the workplace

  10. Drogas em áreas de risco: o que dizem os jovens Drugs in risk areas: what young people say

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anacely Guimarães Costa

    2012-06-01

    Full Text Available A pesquisa teve como ponto de partida um planejamento comunitário para discussão da situação de saúde de uma das principais áreas de risco de Fortaleza-Ceará, no qual o tema das drogas ganhou destaque. Pretendeu-se entrar em contato com o que os adolescentes da área percebiam como fatores de risco e de proteção para consumo de drogas em sua comunidade. Trata-se de um estudo qualitativo em que foi usado o grupo focal como técnica para obtenção de informações. O tratamento dos dados foi o de sistematizar temas comuns, dividindo-os em duas categorias de análise: fatores de risco e de proteção para o envolvimento com drogas. Nas falas dos adolescentes, percebeu-se que coexistem múltiplos fatores que se relacionam, ora aparecendo como aspectos de influência, ora como protetores, entre eles: família, grupo social, escola, vida em área de risco e mídia. Por outro lado, as redes sociais de apoio apareceram essencialmente como protetoras. Também percebeu-se que alguns assuntos foram levantados de forma transversal aos temas centrais, como as perspectivas de vida desses jovens e a necessidade de políticas públicas, importantes no apoio às redes sociais, à família e na atuação em áreas de risco. Assim, o que se põe em questão é a impossibilidade de consenso sobre os fatores exclusivos de risco ou de proteção. A partir disso, destaca-se a importância de potencializar a discussão e provocar reflexões a respeito da possibilidade de modos de vida fora do circuito das drogas.The research has as starting point a community planning to discuss the health status of one of the key risk areas of Fortaleza, Ceará state, in which the theme of drugs was highlighted. It was intended to get in touch with what young people perceive as factors of risk and protection for drug abuse in their community. It is a qualitative study in which the focus group was used as technique for obtaining information. Data processing systematized common

  11. Componentes de risco para a gestão de projetos de software Risk components for management of software projects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudio Bezerra Leopoldino

    2011-12-01

    Full Text Available Riscos são fatores de incerteza que afetam a atividade humana em vários níveis. Gerenciá-los é uma questão chave para o sucesso dos projetos em que podem ocorrer. No campo do desenvolvimento de software, uma área em que é inerente um alto grau de incerteza e onde há a participação de vários profissionais envolvidos, gerenciar variáveis de risco se tornou uma necessidade. O presente estudo mostra a obtenção de uma categorização de riscos no desenvolvimento de software por meio de análise fatorial exploratória utilizando a técnica de análise de componentes principais (PCA - Principal Component Analysis. Para aplicar esta técnica foram coletadas estimativas de gravidade dos riscos e de probabilidade de ocorrência dos mesmos entre gerentes de projeto e desenvolvedores membros de comunidades virtuais na internet. A categorização de variáveis de riscos permite uma maior compreensão das suas relações e a possibilidade do tratamento das mesmas em um nível mais alto, lidando com fatores de maior grau de abrangência ao invés de se pulverizar esforços controlando muitas pequenas variáveis simultaneamente. Foram identificados sete fatores, sendo que seis deles revelaram boa confiabilidade interna: Gerência de Projetos, Equipe de Desenvolvimento, Escopo e Requisitos, Conhecimento e Incerteza Tecnológica, Relacionamento com o Ambiente Externo, Relacionamento com o Cliente/ Usuário e Valor/ Importância Atribuídos ao Projeto. O texto discorre sobre os resultados obtidos e aponta linhas de investigação para aprimoramento do arcabouço teórico da área, destacando possibilidades que podem ser aplicadas por Gerentes de Projetos e Desenvolvedores de Software nos seus processos cotidianos de gestão de riscos.Risks are factors of uncertainty that affect human activity on various levels. Manage them is a key issue for the success of projects that may occur. In the field of software development, an area that has inherently a

  12. Fatores de risco e conduta nas complicações do trato biliar no transplante hepático

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Coutinho Teixeira de Freitas

    Full Text Available A reconstrução biliar é um dos pontos vulneráveis do transplante hepático apresentando incidência de complicações biliares, variando de 10 a 35%, nos diversos estudos da literatura. Esse trabalho tem por objetivo apresentar a experiência do nosso serviço em relação à incidência e ao manejo das complicações biliares no transplante de fígado. Foram incluídos no estudo 147 transplantes hepáticos ortotópicos, com idade média de 37,3 anos, correspondendo a 88 procedimentos em pacientes do sexo masculino e 59 do sexo feminino. Complicações biliares ocorreram em 27 transplantes (18,36% em 25 pacientes (dois retransplantes. A presença de rejeição celular e de complicações vasculares foi identificada como fator de risco para as complicações biliares. A idade, o sexo, a etiologia da cirrose e a técnica utilizada na reconstrução biliar não foram fatores de risco. No total, foram empregados 52 cursos terapêuticos: tratamento cirúrgico em 23 vezes; tratamento endoscópico em 15 vezes; retransplante em sete vezes; drenagem biliar transparieto-hepática em seis vezes e um paciente está em lista de espera para retransplante. Conclui-se deste estudo que as complicações biliares são freqüentes após o transplante hepático e que as vasculares e a rejeição celular são fatores de risco.

  13. Comportamentos de risco para as doenças sexualmente transmissíveis em adolescentes escolares de baixa renda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pricilla Diniz Bonfim Silva

    2005-08-01

    Full Text Available Os adolescentes costumam serem vulneráveis a comportamentos de risco para aquisição de doenças sexualmente transmissíveis (DST. O início precoce da atividade sexual, a multiplicidade de parceiros, o uso esporádico de preservativo, o consumo de bebida alcoólica e drogas ilícitas têm sido considerados preditores para as DST. Para identificar os comportamentos de risco para as DST, 223 adolescentes escolares de uma região de baixa renda adjacente à área metropolitana de Goiânia foram entrevistados durante novembro e dezembro de 2003. Verificou-se que neste grupo a média de idade da primeira relação sexual foi de 14,9 anos, sendo a média de parceiro sexual igual a quatro. O uso irregular ou não uso de preservativos foi relatado por 44,1% dos indivíduos. Quase a totalidade (80,7% dos adolescentes relatou consumo de bebida alcoólica e 13,9% uso de drogas ilícitas. Verificou-se ainda uma diferença estatisticamente significativa destes comportamentos em relação ao gênero. Gravidez foi reportada por 14% das adolescentes. Os achados deste estudo sugerem um elevado risco de doenças sexualmente transmissíveis e evidenciam a necessidade urgente de programas de saúde para este grupo alvo.

  14. Gerenciamento de Riscos e Gestão de Projetos Agroindustriais através de Redes de Petri

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alessandro Neiverth Oliszeski

    2011-05-01

    Full Text Available Os setores da agroindústria cada vez mais aprimoram o conhecimento tecnológico dentro de suas áreas de atuação. Não somente pela concorrência, que é cada vez mais acirrada, mas também pela simples sobrevivência no mercado. Ao se propor o planejamento para o empreendimento rural, em moldes empresariais, deve-se considerar que, nesse tipo de sistema de produção, além de haver um número muito mais significativo de variáveis aleatórias, há ainda muito menos informações prontamente disponíveis e que essas nem sempre espelham de fato a realidade, dada a sua dinâmica. A rede de Petri, por ser uma técnica que tem obtido significativos avanços onde a rede de informação é complexa e está sujeita a vários fatores, como é o caso da agroindustrial e, visando obter um melhor desenvolvimento de projetos agroindustriais, paralelamente com a diminuição dos riscos econômicos encontrados por este setor, objetiva-se com este trabalho desenvolver uma metodologia de gerenciamento de riscos baseada nos conceitos de redes de Petri, para ser introduzida na gestão de empresas agroindustriais, e que eventualmente contribua para essa área, e assim possa evoluir gradativamente para a maturidade do gerenciamento de riscos em projetos nas entidades da agroindústria.

  15. Padrões de industrialização, riscos e meio ambiente Patterns of industrialization risks and environment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Franco

    1998-01-01

    Full Text Available Este artigo aborda a questão dos riscos industriais e de seus impactos sobre a saúde e o meio ambiente, buscando fazer uma retrospectiva histórica acerca da formação dos atuais padrões de trabalho, produção e consumo nas sociedades ocidentais contemporâneas. Neste percurso, salienta desafios e dilemas emergentes nas últimas décadas com os avanços da globalização da economia, da reestruturação produtiva e das formas de gestão do trabalho viabilizadas pela adoção de políticas neoliberais. Focaliza a historicidade da relação entre riscos industriais e meio ambiente e apresenta resultados de pesquisa que dizem respeito à mobilidade dos riscos e acidentes industriais no espaço socioeconômico-ambiental da Região Metropolitana de Salvador, resgatando aspectos concernentes às formas de gestão industrial e de organização do trabalho, com destaque para a terceirização.This article deals with industrial risks and its effects on health and environment, in a retrospective historical analysis of the creation of present patterns of work, production and consumption in contemporary western societies. Challenges and emerging dilemas from the few past decades are highligted and discussed by the authors in terms of economic globalization, productive restructuring and work management strategies conducted by neoliberal policies. The article focus on the relationship between industrial risks and environment and present research data on morbidity and risks related to industrial accidents in the social-economical-environmental space of the Metropolitan area of Salvador, Bahia, Brazil. In doing so, concerns on industrial management and labour organization are highligted.

  16. Teste de caminhada de seis minutos para avaliação de mulheres com fatores de risco cardiovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Ribeiro

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A atividade física é uma das formas de prevenção ao aparecimento de fatores de risco cardiovascular, como a hipertensão arterial sistêmica (HAS e o diabetes mellitus (DM. Uma das formas de avaliar é o teste de caminhada de seis minutos (TC6, que é um teste submáximo, simples de ser realizado, de baixo custo e alta reprodutibilidade. OBJETIVOS: Comparar o desempenho funcional de mulheres portadoras de risco cardiovascular, por meio do TC6. MÉTODOS: 45 mulheres foram alocadas em três grupos: G1 (com diagnóstico de HAS DM, G2 (diagnóstico de HAS e G3 (voluntárias saudáveis. Inicialmente, as voluntárias realizaram o TC6 com caráter de aprendizado e uma hora depois o teste com caráter avaliativo. Considerou-se como variáveis pré e pós-teste a saturação periférica de oxigênio, a frequência cardíaca, a pressão arterial, a glicose e a distância percorrida. A análise estatística foi realizada com significância estipulada de p < 0,05. RESULTADOS: Todos os grupos aumentaram significativamente a distância percorrida no teste avaliativo, e tiveram acréscimo na pressão arterial e redução do índice glicêmico. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O TC6 pode ser utilizado para avaliação da capacidade funcional de mulheres portadoras de HAS e DM como fatores de risco cardiovascular, demonstrando-se seguro e submáximo.

  17. Educação em Saúde Para Gestantes e Bebês de Alto Risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Marise Pacheco Andrade de Souza

    2014-12-01

    Este trabalho é um relato de experiência de um programa de extensão intitulado Programa de Atenção à Saúde Materno-Infantil (PAMI, através de seu projeto “Educação em Saúde na Área Materno-Infantil”, realizado junto às gestantes e bebês de alto risco atendidos no Ambulatório Universitário (AU da Universidade Regional de Blumenau (FURB, localizada no Estado de Santa Catarina. O projeto atua desde 1996, e recebe apoio financeiro da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura (PROPEX. O objetivo é realizar a educação em saúde para gestantes de alto risco e mães de bebês de alto risco, oportunizando o conhecimento para a realização de ações e atitudes que promovam a qualidade de vida das mães e seus bebês. O trabalho tem caráter inter e multidisciplinar envolvendo profissionais e estudantes da odontologia, medicina, enfermagem, nutrição e psicologia. São realizados encontros na unidade de saúde, com temas selecionados a partir das necessidades elencadas pelas gestantes e mães dos bebês, além de atendimento psicológico conforme demanda e atendimento odontológico dos bebês. Esse trabalho propicia a troca de saberes entre todos os sujeitos que participam do processo e contribui para a melhoria da saúde física e mental das gestantes e dos bebês.

  18. Prevalência e fatores de risco para brucelose suína em Mossoró-RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro I. Leite

    2014-06-01

    Full Text Available A presente pesquisa teve como objetivo determinar a prevalência da brucelose e seus fatores de risco no rebanho suíno de Mossoró/RN. Compreendeu um estudo epidemiológico transversal e de abordagem quantitativa, no qual foram coletadas 412 amostras sanguíneas de suínos provenientes dos principais produtores do município e realizada inspeção das criações com entrevistas aos produtores. Anticorpos anti-Brucella spp. foram detectados pelo teste do antígeno acidificado tamponado (AAT e confirmados pela reação de fixação de complemento (RFC. A prevalência da brucelose nos suínos foi de 27,0% no teste de AAT e 17,5% na RFC. Em 55% das propriedades pesquisadas havia pelo menos um animal positivo, e a prevalência nestas variou de 6,7% a 80,0%. Os fatores de risco que estavam influenciando a ocorrência da doença foram: a presença de ratos nas criações, o contato com bovinos e a faixa etária jovem dos animais. Os resultados do estudo permitiram concluir que o agente etiológico da brucelose estava circulando em suínos do município de Mossoró-RN, com elevada prevalência no rebanho e nas propriedades, evidenciando o risco de transmissão desta zoonose para o homem.

  19. Análise de custo-efetividade de métodos preventivos para superfície oclusal de acordo com o risco de cárie: resultados de um ensaio clínico controlado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Pereira da Silva Tagliaferro

    2013-11-01

    Full Text Available Este estudo apresenta o resultado de uma avaliação de custo-efetividade conduzida ao longo de um ensaio clínico controlado para avaliar a efetividade do selamento com ionômero de vidro modificado por resina (Vitremer, 3M ESPE e da aplicação de verniz fluoretado (Duraphat, Col-gate em superfícies oclusais de primeiros molares permanentes, em crianças de 6 a 8 anos (N = 268, segundo o risco de cárie (alto risco; baixo risco. As crianças foram examinadas semestralmente, ao longo de 24 meses, pelo mesmo dentista calibrado, após alocação em seis grupos: controle alto risco e baixo risco (educação em saúde bucal trimestral; verniz alto risco e baixo risco (educação em saúde bucal trimestral + aplicação semestral de verniz; e selante alto risco e baixo risco (educação em saúde bucal trimestral + única aplicação do selante. A análise mostrou que o selamento de primeiros molares permanentes em crianças de alto risco apresentou razão de C/E de R$ 225,21(US$ 119,80 por superfície oclusal salva, e razão incremental de C/E de R$ 203,71(US$ 108,36 por superfície oclusal adicional salva. Conclui-se que uma única aplicação de selante, em escolares de alto risco, foi a intervenção mais custo-efetiva.

  20. Prevalência de Fatores de Risco Cardiovascular em Pacientes em Hemodiálise - O Estudo CORDIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jayme Eduardo Burmeister

    2014-06-01

    Full Text Available Fundamentos: Há uma carência de dados epidemiológicos sobre o perfil de risco cardiovascular nos pacientes renais crônicos em hemodiálise no Brasil. Objetivo: O estudo CORDIAL foi planejado para avaliar fatores de risco cardiovascular e acompanhar a evolução de uma população em programa de hemodiálise numa cidade metropolitana do Brasil. Métodos: Todos os pacientes em hemodiálise por doença renal crônica nos quinze centros de nefrologia de Porto Alegre foram considerados para inclusão na fase inicial do estudo CORDIAL. Dados clínicos, laboratoriais e demográficos foram obtidos nos registros médicos, e em entrevistas individuais estruturadas realizadas com todos os pacientes por pesquisadores treinados. Resultados: Foram incluídos 1215 pacientes (97,3% de todos os que estavam em hemodiálise na cidade de Porto Alegre. A média de idade era 58,3 anos, 59,5% eram homens e 62,8% eram brancos. A prevalência de fatores de risco cardiovascular encontrada foi 87,5% para hipertensão, 84,7% para dislipidemia, 73,1% para sedentarismo, 53,7% para tabagismo e 35,8% para diabetes. Em uma análise multivariada ajustada, sedentarismo (p = 0,032; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,15, dislipidemia (p = 0,019; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,14, e obesidade (p < 0,001; RP 1,96 - IC95%: 1,45-2,63 foram mais frequentes em mulheres; e hipertensão (p = 0,018; PR 1,06 - IC95%: 1,01-1,11 e tabagismo (p = 0,006; RP 2,7 - IC95%: 1,79-4,17 foram mais frequentes naqueles com menos de 65 anos. Sedentarismo apresentou uma associação independente com tempo em diálise inferior a 12 meses (p < 0,001; RP 1,23 - IC95%: 1,14-1,33. Conclusão: Pacientes em hemodiálise nesta metrópole do sul do Brasil apresentaram uma prevalência elevada de fatores de risco cardiovascular similar a diversos países do hemisfério norte.

  1. Avaliação quantitativa do risco da patulina em suco de maçã

    OpenAIRE

    Anderson de Souza Sant'Ana

    2007-01-01

    Resumo: A patulina é uma micotoxina produzida por fungos pertencentes aos gêneros Penicillium, Aspergillus e Byssochlamys. Penicillium expansum se destaca por ser potencial produtor de patulina nas maçãs, enquanto Byssochlamys nivea e B.fulva se destacam pela potencial produção desta micotoxina em sucos de maçãs pasteurizados. À patulina tem sido atribuídos diversos efeitos agudos e crônicos adversos à saúde humana. No presente estudo determinou-se quantitativamente o risco dos níveis de patu...

  2. Efeitos de Intervenção Cognitivo-Comportamental sobre Fatores de Risco Psicológicos em Cardiopatas

    OpenAIRE

    Gorayeb, Ricardo; Facchini, Giovana Bovo; Almeida, Poliana de Lima de; Siguihura, Ana Luisa Magaldi; Nakao, Renata Tamie; Schmidt, Andre

    2015-01-01

    RESUMODiminuir fatores de risco para cardiopatias pode melhorar a qualidade de vida e reduzir a mortalidade e morbidade relacionadas a elas.O presente estudo avaliou a eficácia de uma intervenção cognitivo-comportamental em grupo sobre ansiedade, depressão, estresse e saúde cardiovascular em cardiopatas. Foram avaliados 91 pacientes antes e após participação nos grupos, com entrevistas semiestruturadas, Inventários Beck (Ansiedade e Depressão) e Inventário de Sintomas de Stress para Adultos d...

  3. Identificação de fatores de risco cardiovascular em pais/cuidadores de crianças cardiopatas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Feijó Borges

    2012-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: As doenças cardiovasculares representam uma das principais causas de morbimortalidade no mundo. No Brasil, constituem a principal causa de óbitos. OBJETIVO: Identificar fatores de risco cardiovasculares em pais/cuidadores de crianças cardiopatas, mediante avaliação do estado nutricional, condições de saúde e estilo de vida. MÉTODOS: Estudo transversal, com 150 pais ou cuidadores de crianças cardiopatas que frequentavam um ambulatório de cardiologia pediátrica. Dados de identificação, estilo de vida e condições de saúde foram coletados por meio de questionário estruturado. Para análise dos hábitos alimentares utilizou-se questionário de frequência alimentar, e para avaliação do estado nutricional foram realizadas aferições de peso, estatura e circunferência da cintura e cálculo e classificação do Índice de Massa Corporal (IMC. RESULTADOS: Foram avaliados 155 pais de crianças cardiopatas, predominantemente do sexo feminino, 91,6%; a média de idade foi 35,0 ± 10,6 anos. Os fatores de risco observados em maior prevalência foram sedentarismo (85,2%, obesidade (28% e hipertensão (22,6%. Em relação aos hábitos alimentares foi identificada elevada frequência de consumo de carne vermelha, margarina, azeite, açúcar e baixo consumo de peixes. A comparação entre os gêneros apresentou diferença significativa em relação à obesidade, detectada pelo IMC, e hipertensão, e ambas foram mais presentes entre mulheres. A medida da circunferência da cintura também evidenciou maior risco cardiovascular nas mulheres. CONCLUSÃO: Foram identificados fatores de risco para doenças cardiovasculares nos pais/cuidadores avaliados, como excesso de peso, sedentarismo e hipertensão, além de hábitos alimentares inadequados como elevada frequência de consumo de gorduras saturadas e colesterol e baixa frequência de consumo de gorduras insaturadas.

  4. Risco de deficiência hídrica na cultura do milho no estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Silveira Wrege

    1999-07-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi determinar a disponibilidade hídrica para o milho (Zea mays L. no Estado do Paraná, identificando as regiões de menor risco e contribuindo para definição das melhores épocas de semeadura. A partir de valores diários de evapotranspiração máxima e precipitação pluvial provenientes de 32 estações meteorológicas do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR, calculou-se o balanço hídrico utilizando um modelo climatológico adaptado para a cultura. A capacidade de água disponível no solo foi calculada considerando-se 20 cm de profundidade efetiva do sistema radicular na emergência, aumentando-se exponencialmente até 80 cm no início do florescimento e assim permanecendo até o final do ciclo. Foram simuladas dez épocas de semeadura espaçadas a cada 10 dias, entre 20/08 e 20/11, calculando-se a probabilidade de deficiência hídrica no período de florescimento (800 graus-dia após a emergência. Pela análise de agrupamento, o Estado foi classificado em cinco zonas diferenciadas em relação ao nível de risco. Os resultados mostram que, do ponto de vista hídrico, nas regiões norte e noroeste o risco é maior, tornando-se necessária a adoção de práticas de manejo do solo que visem aumentar a capacidade de retenção de água. Em todas as regiões foram identificadas épocas de semeadura que oferecem menor risco de perdas por deficiência hídrica.

  5. Métodos para avaliações econômicas sob condições de risco

    OpenAIRE

    Sobreiro, Vinicius Amorim; Escola de Engenharia de São Carlos – USP; Almeida, Mariana Rodrigues de; Escola de Engenharia de São Carlos – USP; Tachibana, Wilson Kendy; Escola de Engenharia de São Carlos – USP; Rebelatto, Daisy A. N; Escola de Engenharia de São Carlos – USP

    2009-01-01

    Os métodos econômicos tradicionais não têm como realizar avaliações dos investimentos com precisão, pois existem várias limitações nos procedimentos matemáticos. Assim, devido à complexidade da estrutura de mercado, as avaliações dos investimentos precisam considerar as situações de riscos, pois expor o patrimônio de uma organização é uma tarefa muito árdua para ser executada. Para isso, o objetivo deste artigo é corroborar as taxionomias da literatura para análise de investimento...

  6. Um sistema de automação para gerenciadoras de risco de transportes rodoviários de cargas

    OpenAIRE

    Andrade, André Meireles de

    2015-01-01

    O alto índice de roubos de cargas e veículos e de acidentes nas rodovias brasileiras tem tornado a negociação de seguros cada vez menos vantajosa para as seguradoras, chegando muitas vezes a inviabilizar esse tipo de negócio, comum a diversos tipos de bens. Como solução, as empresas de gerenciamento de risco surgiram no mercado no intuito de reduzir os custos das seguradoras através da prevenção de roubos e acidentes. No entanto, essas empresas que trabalham com operações co...

  7. Fatores de risco associados ao sobrepeso e a obesidade em mulheres de São Leopoldo, RS

    OpenAIRE

    Teichmann,Luciana; Olinto,Maria Teresa Anselmo; Costa,Juvenal Soares Dias da; Ziegler,Denize

    2006-01-01

    OBJETIVO: Identificar a prevalência e os fatores de risco para sobrepeso e obesidade nas mulheres de São Leopoldo, RS, Brasil. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com base populacional incluindo 981 mulheres de 20 a 60 anos de idade. O sobrepeso foi definido pelo índice de massa corporal entre 25 a 29,9 Kg/m² e a obesidade foi considerada como IMC > 30 Kg/m². As medidas de efeito brutas e ajustadas foram calculadas pela Regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi...

  8. Da Proteção ao Risco: Configurações da Violência Intrafamiliar na Juventude Paraense

    OpenAIRE

    Rosely Cardoso Maia; Tatiene Germando Reis Nunes; Lucia Isabel da Conceição Silva; Kátia Mesquisa da Silva

    2017-01-01

    RESUMO: Este estudo investigou a violência intrafamiliar como fator de risco no desenvolvimento dos jovens, identificando os principais agressores e os tipos de violência. Participaram 658 jovens de 13 a 24 anos, de ambos os sexos, que cursavam entre a 7ª série do Ensino Fundamental e o 3º ano do Ensino Médio de 10 escolas públicas de Belém. As violências verbais e físicas foram as mais identificadas. Mãe e pai apareceram como principais perpetradores da violência física, madrastas e avós da ...

  9. FREQUÊNCIA DA DIÁSTASE ABDOMINAL EM PUÉRPERAS E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS

    OpenAIRE

    Luna, Danielle Cristina Barbosa de; Graduado em Fisioterapia pela Faculdade Integrada do Recife – FIR.; Cavalcanti, Ana Luiza Albuquerque Melo Holanda; Graduado em Fisioterapia pela Faculdade Integrada do Recife – FIR.; Guendler, Julianna de Azevedo; Mestre em anatomia patológica pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Docente do curso de Fisioterapia Faculdade Pernambucana de Saúde - FPS.; Brito, Vitor Caiaffo; Mestre em anatomia patológica pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Docente do departamento de morfologia da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE.; Oliveira, Belisa Duarte Ribeiro de; Mestre em Fisiologia pela Universidade Federal de Pernambuco, UFPE. Docente do curso de Fisioterapia da Faculdade Estácio – FIR.

    2012-01-01

    Introdução: Na gestação ocorrem expressivas transformações fisiológicas no organismo materno. Alterações hormonais associados ao crescimento uterino podem provocar o estiramento da musculatura abdominal, aumentando a linha da cintura e o alongamento do músculo reto abdominal, causando a formação da diástase dos músculos retos abdominais. Objetivos: Avaliar a frequência e as medidas da diástase abdominal no puerpério imediato e identificar fatores de risco associados. Metodologia: Uma análise ...

  10. Gestação e varizes de membros inferiores: prevalência e fatores de risco

    OpenAIRE

    Barros Junior,Newton de; Perez,Maria Del Carmen Janeiro; Amorim,Jorge Eduardo de; Miranda Junior,Fausto

    2010-01-01

    Contexto: Durante e após a gestação, as varizes dos membros inferiores têm aspectos peculiares, tais como o seu aparecimento, a precocidade de seu desenvolvimento, a intensidade e, no puerpério, a rapidez com que regridem. Esses aspectos têm influenciado os estudos para a compreensão dessa patologia. Objetivo: Verificar a prevalência das varizes dos membros inferiores em gestantes e os fatores de risco mais relevantes envolvidos. A prevalência na gestação é alta, atingindo cerca de 70%, quand...

  11. Micronutrientes antioxidantes e risco cardiovascular em pacientes com diabetes: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Aguiar Sarmento

    2013-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Associações inversas entre a ingestão de micronutrientes e desfechos cardiovasculares foram demonstradas previamente na população geral. OBJETIVO: Revisar sistematicamente o papel de micronutrientes no desenvolvimento/presença de desfechos cardiovasculares em pacientes com diabetes. MÉTODOS: Foi realizada uma busca nas bases de dados Medline, Embase e Scopus (Janeiro/1949-Março/2012 por estudos observacionais que avaliaram micronutrientes antioxidantes e desfechos cardiovasculares em pacientes com diabetes e, em seguida, os dados foram selecionados e extraídos (dois revisores independentes. RESULTADOS: Dos 15658 estudos identificados, cinco foram incluídos, sendo três de caso-controle e dois de coorte, com um acompanhamento de 7-15 anos. Uma metanálise não foi realizada devido aos diferentes micronutrientes antioxidantes (tipos e métodos de medição e os desfechos avaliados. Os micronutrientes avaliados foram: vitamina C (dieta e/ou suplementação, cromo e selênio em amostras de unha, e α-tocoferol e zinco no soro. A ingestão de > 300 mg de vitamina C a partir de uplementos esteve associada a um risco aumentado de doença cardiovascular, doença arterial coronariana (DAC e acidente vascular cerebral (RR 1,69-2,37. Altos níveis de α-tocoferol no soro foram associados a um risco 30% inferior de DAC em outro estudo (RR 0,71, IC 95% 0,53-0,94. Entre os minerais (zinco, selênio e cromo, foi observada uma associação inversa entre o zinco e a DAC: níveis inferiores a 14,1 μmol/L foram associados a um risco aumentado para DAC (RR 1,70, IC 95% 1,21-2,38. CONCLUSÃO: A informação disponível sobre essa questão é escassa. Estudos prospectivos adicionais são necessários para elucidar o papel desses nutrientes no risco cardiovascular de pacientes com diabetes.

  12. Risco e precificação de operações com taxa percentual do CDI

    OpenAIRE

    Hübner, César Augusto Fialho

    2003-01-01

    Neste artigo analisamos um tipo de operação de hedge - com Cupons Cambiais diferentes do negociado no mercado - que recentemente começou a ser operacionalizada no mercado brasileiro. Além de documentar esta operação, este artigo tem como objetivo explicitar a exposição pré-fixada que esta operação gera, algo que pode não ser percebido intuitivamente. Em verdade quando estas operações começaram a ser implementadas, algumas instituições não perceberam este risco, sendo depois sur...

  13. Prescrição de terapias baseadas em evidências para pacientes de alto risco cardiovascular: estudo REACT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Otávio Berwanger

    2013-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Dados de atendimento ambulatorial ao paciente de alto risco cardiovascular no Brasil são insuficientes. OBJETIVO: Descrever o perfil e documentar a prática clínica do atendimento ambulatorial de pacientes de alto risco cardiovascular no Brasil, no que diz respeito à prescrição de terapias baseadas em evidências. MÉTODOS: Registro prospectivo que documentou a prática clínica ambulatorial de indivíduos de alto risco cardiovascular, que foi definido como a presença de um dos seguintes fatores: doença arterial coronariana, cerebrovascular e vascular periférica; diabetes; ou aqueles com pelo menos três dos seguintes fatores: hipertensão arterial, tabagismo, dislipidemia, maiores 70 anos, histórico familiar de doença arterial coronariana, nefropatia crônica ou doença carotídea assintomática. Foram avaliadas características basais e a taxa de prescrição das intervenções medicamentosas e não medicamentosas. RESULTADOS: Foram incluídos 2.364 pacientes consecutivos, sendo 52,2% do gênero masculino, idade média de 66,0 anos (± 10,1. Dentre os pacientes incluídos, 78,3% utilizavam antiplaquetários, 77,0% estatinas e, dos pacientes com história de infarto do miocárdio, 58,0% receberam betabloqueadores. O uso concomitante destas três classes foi de 34%. Não atingiram as metas preconizadas pelas diretrizes 50,9% dos hipertensos, 67% dos diabéticos e 25,7% dos dislipidêmicos. Os principais preditores de prescrição de terapias com benefício comprovado foram centro com cardiologista e histórico de doença arterial coronariana. CONCLUSÃO: Este registro nacional e representativo identificou hiatos importantes na incorporação de terapias com benefício comprovado, oferecendo um panorama real dos pacientes de alto risco cardiovascular.

  14. Avaliação de um protocolo de assistencia pre-natal de baixo risco no HC-UNICAMP

    OpenAIRE

    Carlos Eduardo Ferreira

    2002-01-01

    Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar um novo protocolo de assistência prénatal de baixo risco implantado no Hospital das Clínicas da UNICAMP em julho de 1996 em relação ao diagnóstico de estados patológicos (anemia, infecção urinária, sífilis, HIV, hepatite B, toxoplasmose, rubéola, vulvovaginite e diabetes gestacional). Foi realizado um estudo de coorte, retrospectivo, operacional, tipo ensaio clínico com abordagem antes e depois da introdução do novo protocolo. Foram estudadas 250 ge...

  15. Fatores de risco na gagueira desenvolvimental familial e isolada Risk factors in the familial and sporadic developmental stuttering

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Moço Canhetti de Oliveira

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: investigar e comparar os achados dos fatores de risco para a cronicidade da gagueira em crianças com gagueira desenvolvimental familial e isolada. MÉTODOS: participaram 60 crianças de ambos os gêneros, divididas em dois grupos: GI - 30 crianças com gagueira desenvolvimental familial; GII - 30 crianças com gagueira desenvolvimental isolada. A coleta de dados foi realizada por meio do Protocolo de Risco para a Gagueira do Desenvolvimento - PRGD (Andrade, 2006, que considera os seguintes fatores de risco: idade, gênero, tipo de surgimento e tempo de duração das disfluências, tipologia das disfluências, fatores comunicativos e qualitativos associados, histórico mórbido pré, peri e pós natal, fatores estressantes que ocorreram próximo ao surgimento do distúrbio, histórico familial, reação pessoal, familiar e social e atitudes familiares. RESULTADOS: quando o grupo I (GI foi comparado com o grupo II (GII, a única diferença estatisticamente significante foi com relação aos fatores estressantes que ocorreram próximo ao surgimento do distúrbio. CONCLUSÃO: os resultados confirmam a natureza complexa da gagueira, bem como a necessidade de se investigar os vários fatores considerados como de risco para o distúrbio, com intuito de melhorar a compreensão de suas possíveis etiologias.PURPOSE: to investigate and compare the risk factors for stuttering between children with familial developmental stuttering and children with sporadic developmental stuttering. METHODS: 60 children of both genders with stuttering took part, divided in two groups: GI - 30 children with familial developmental stuttering; GII - 30 children with sporadic developmental stuttering. Data were gathered through the Protocol of Risk for the Developmental Stuttering - PRGD (Andrade, 2006, which considers the following factors: age; gender; manner of onset and time of duration for the disfluencies; typology of the disfluencies; associated communicative

  16. Nutrição e doenças cardiovasculares: os marcadores de risco em adultos

    OpenAIRE

    Castro,Luiza Carla Vidigal; Franceschini,Sylvia do Carmo Castro; Priore,Sílvia Eloíza; Pelúzio,Maria do Carmo Gouveia

    2004-01-01

    As doenças cardiovasculares contribuem significativamente, como grupo causal, para a taxa de mortalidade em todas as regiões brasileiras, principalmente na Região Sudeste. Além disso, constituem uma das principais causas de permanência hospitalar prolongada e são responsáveis pela principal alocação de recursos públicos em hospitalizações no Brasil. O ônus econômico das doenças cardiovasculares tem crescido exponencialmente nas últimas décadas. O risco de se desenvolver doença cardiovascular ...

  17. Levantamento dos fatores de risco para diabetes mellitus tipo 2 em uma instituição de ensino superior

    OpenAIRE

    Ortiz, Maria Carolina Alves; Zanetti, Maria Lúcia

    2001-01-01

    O aumento da expectativa de vida da população, diminuição da atividade física e aumento da ingesta calórica exercem importante papel no aparecimento do diabetes na população. Assim, o objetivo deste estudo é identificar os fatores de risco para o diabetes mellitus tipo 2, em 99 sujeitos de instituição de ensino, em uma cidade do interior paulista. Os resultados permitiram-nos concluir que: 51,5% dos sujeitos estão com sobrepeso ou obesos; 51,5% tem antecedentes hereditários, 70% não realizam ...

  18. RISCOS E BENEFÍCIOS DA SUPLEMENTAÇÃO MEDICAMENTOSA DE CÁLCIO NOS IDOSOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadielle Silva Bidu

    2014-12-01

    Full Text Available O cálcio é um dos minerais de importância ímpar no organismo humano, exercendo importantes funções celulares, principalmente sobre o sistema ósseo. Com o envelhecimento, alguns órgãos sofrem alterações que comprometem o seu funcionamento, como no caso do osso que tem a sua densidade reduzida a partir do envelhecimento, aumentando o risco de fraturas e de doenças ósseas como, por exemplo, a osteoporose. Uma opção para diminuir este desgaste ósseo é a utilização de suplementos medicamentosos à base de sais de cálcio, os quais possuem concentrações diferentes de cálcio, além de necessitarem de um pH estomacal ótimo para absorção e apresentarem diferentes graus de solubilidade, podendo, portanto, serem utilizados em diferentes situações clínicas. Além da redução da perda óssea, tal forma de tratamento possui outros benefícios como a redução da pressão sanguínea e redução da dislipidemia, mas também está associado à calcificação vascular e outros riscos que promovem o aumento da mortalidade nos pacientes, além de promover o acúmulo de metais pesados. Como estes suplementos podem ser adquiridos sem prescrição médica, os mesmos estão facilmente ao alcance da população idosa que é induzida pelas campanhas publicitárias, sendo risco de ocorrência de complicações multiplicado. Com isso, o presente estudo teve por objetivo realizar uma revisão sobre os riscos e benefícios relacionados à suplementação medicamentosa de cálcio realizada, geralmente sem orientação médica, por idosos.

  19. Posições de Sindicatos e ONGs sobre os riscos e a regulação da nanotecnologia

    OpenAIRE

    Noela Invernizzi; Guillermo Foladori

    2013-01-01

    Este trabalho discute os posicionamentos de Organizações não Governamentais (ONGs) e sindicatos de trabalhadores sobre os riscos e a regulação da nanotecnologia. Baseia-se na análise de declarações e documentos produzidos por essas organizações entre 2002 e 2010. No contexto de fortes investimentos públicos e privados em nanotecnologia e de sua rápida incorporação a produtos e processos, esses grupos têm buscado representar seus interesses através de diversas estratégias. Seus posicionamentos...

  20. Prevalência de diabetes mellitus tipo 2 e outros fatores de risco associados em pacientes com glaucoma

    OpenAIRE

    Coblentz,Jacqueline; Pires,Maria Lucia Elias; Oliveira,Diogo; Lebeis,Karina; Terrezo,Larissa

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a prevalência de diabéticos em uma amostra de pacientes com glaucoma; verificar se existe associação entre diabetes mellitus e glaucoma na amostra estudada; verificar outros fatores de risco associados. MÉTODOS: Foram analisados de forma retrospectiva os prontuários de 50 pacientes com diagnóstico de glaucoma. Os dados registrados foram sexo, idade, raça, história familiar de glaucoma e história pessoal de diabetes mellitus tipo 2. RESULTADOS: Do total de pacientes avaliados...

  1. Identificação precoce do risco para transtornos da atenção e da leitura em sala de aula

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Valéria Andrade

    Full Text Available Testou-se a acurácia de atividades pedagógicas coletivas, baseadas em julgamentos fonológicos por meio do pareamento entre figuras e de figuras com palavras faladas, na identificação de escolares de risco para transtornos da atenção e da leitura em sala de aula. Quarenta e cinco escolares do 2º ano (idade média de 7 anos, 29 do gênero masculino, foram divididos em grupo controle, sem dificuldade de leitura-escrita (n=32, e grupo de risco, com dificuldade de leitura (n=13. O baixo desempenho nessas atividades, definido como os escores acima de 1,65 DP abaixo da média do grupo controle, apresentou boa sensitividade (verdadeiros positivos e especificidade (verdadeiros negativos na identificação precoce dos escolares de risco.

  2. Riscos químicos a que estão submetidos os trabalhadores de enfermagem: uma revisão de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Xelegati Rosicler

    2003-01-01

    Full Text Available O estudo consiste em levantamento bibliográfico nas bases de dados LILACS, MEDLINE e ILO-CIS BULLETIN - SAFETY AND HEALTH AT WORK sobre a temática riscos ocupacionais químicos, tendo como objetivo identificar, nas publicações encontradas, os principais agentes que podem favorecer o contato com esses riscos e provocar alterações de saúde nos trabalhadores de enfermagem. Foram encontrados 37 artigos, sendo apenas quatro publicados em periódicos nacionais que relatavam a detecção dos riscos químicos na manipulação de drogas citostáticas, na exposição a gases anestésicos, vapores de formaldeído/glutaraldeído e a gases esterilizantes, entre outros.

  3. A inquietante noção de risco: dissenso, dissonância e o fazer sentido para aprendizagem com estudantes

    OpenAIRE

    Walter S. Gershon

    2017-01-01

    Este artigo problematiza a produção de estudantes em risco. Utilizando a discussão de Rancière sobre dissenso, o autor argumenta que o que está em risco não são os estudantes, mas as noções contemporâneas de senso comum sobre escola. Partindo desta perspectiva, os jeitos de conhecer e de ser dos estudantes rotulados como em risco provocam a descontinuidade nas ideias e ideais sobre o propósito e função da educação escolar. Para criar este argumento, o autor conecta Rancière e outras discussõe...

  4. A musicalização como intervenção precoce junto a bebê com risco psíquico e seus familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Medianeira Baccin Ambrós

    Full Text Available A pesquisa analisou os efeitos da musicalização de bebês como intervenção precoce junto a um bebê com risco de evolução para o autismo, detectado pelos sinais PREAUT e pelos índicadores de referência ao desenvolvimento infantil, e seus familiares, inserido em grupo com outros dois bebês sem risco e suas mães. A intervenção apresentou-se efetiva para o estabelecimento do processo de alienação, e também com progressos psicomotores, cognitivos e linguísticos. Pode-se concluir que a musicalização de bebê é uma alternativa de intervenção precoce em casos de risco psíquico.

  5. Riscos de problemas relacionados com medicamentos em pacientes de uma instituição geriátrica Drug-related problems risks in patients of a geriatric institution

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cassyano Januário Correr

    2007-03-01

    Full Text Available Em pacientes geriátricos, o uso de medicamentos leva com freqüência ao surgimento de Problemas Relacionados com Medicamentos (PRM e exige estrat��gias de prevenção da morbi-mortalidade relacionada a esses produtos. Este estudo observacional teve por objetivo avaliar prescrições e a presença de riscos de PRM em uma instituição geriátrica. Dois farmacêuticos avaliaram esquemas farmacoterapêuticos de 76 pacientes com relação a duplicidades terapêuticas, desvios de dose, medicações inadequadas e interações medicamentosas potenciais. Os pacientes utilizavam em média 3 medicamentos, principalmente do aparelho cardiovascular (36,4% e sistema nervoso central (47,8%. 13,5% dos medicamentos utilizados (n=230 foram considerados inadequados com riscos de PRM ligados principalmente à segurança da terapia. Foram identificadas 69 interações medicamentosas em 38 pacientes (51,3%, com manifestações ligadas principalmente à efetividade da terapêutica. Os resultados reforçam a importância da avaliação do processo de uso de medicamentos. Os dados apontam, ainda, a necessidade de aprofundamento de estudos de avaliação de riscos de PRM nessa população.In geriatric patients, the use of medication frequently leads to the development of drug-related problems (DRP and demands prevention strategies about morbidity and mortality related to medication. This observational study aims to evaluate the medical prescriptions and the presence of DRP risks in a geriatric institution. Two clinical pharmacists had evaluated medication regimen of 76 internal patients observing therapeutical duplicities, dose-related problems, inadequate medication and potential drug interactions. To the patients, were administrated in average 3 medications, mainly to cardiovascular system (36.4% and central nervous system (47.8%. 13.5% of the used drugs (n=230 were considered inadequate with risks of DRP, mainly related to therapy safety. 69 drug interactions

  6. Características maternas em gestações com risco de prematuridade tardia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Feitosa Porto

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar as características maternas na prematuridade tardia. MÉTODOS: foi realizado um estudo do tipo corte transversal, com análise secundária das gestantes incluídas em um ensaio clínico randomizado realizado no Nordeste do Brasil, no período de 2008 a 2010, entre 34 e 36 semanas. Analisadas as variáveis maternas: idade, paridade, idade gestacional, antecedentes de prematuridade e condições clínicas associadas. A análise estatística foi realizada no programa Epi-Info 3.5.3. Foram construídas tabelas de distribuição de frequência para as variáveis categóricas e calculadas medidas de tendência central e de dispersão para as numéricas. Para determinação da associação entre a frequência das morbidades por estratos de idade gestacional, utilizou-se o teste qui-quadrado de associação. Considerou-se o nível de significância de 5%. RESULTADOS: foram analisadas 273 mulheres no IMIP com risco iminente de prematuridade tardia. A idade média foi 23,1 anos, 28,6% eram adolescentes e 53,8% primíparas. A idade gestacional média foi 35 semanas. Cerca de 12% tinham antecedentes de prematuridade. As condições associadas à prematuridade tardia foram: trabalho de parto prematuro (67%, ruptura prematura das membranas (39,6%, síndromes hipertensivas (25,3%, sem haver diferença da frequência por subgrupos de idade gestacional. CONCLUSÕES: trabalho de parto prematuro espontâneo, ruptura prematura das membranas e síndromes hipertensivas foram as condições clínicas mais frequentemente associadas com prematuridade tardia.

  7. Proteinúria pós-transplante renal - prevalência e fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Maria Costa de Oliveira

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Introdução: A proteinúria pós-transplante renal tem incidência variável, sendo um fator de risco cardiovascular e para a sobrevida do enxerto. Objetivo: Avaliar a prevalência de PTN pós-Tx em receptores de um único centro e fatores associados. Métodos: A prevalência de PTN foi avaliada segundo a definição ≥ 500 mg/24 hs. Os pacientes foram divididos em 3 grupos: grupo A, 1000 mg. Foi testada a associação entre PTN pós-Tx e: idade/gênero do doador e receptor, tipo de doador, função retardada do enxerto, rejeição aguda, HAS e creatinina. As variáveis com valor de p < 0,20 na analise bivariada foram incluídas em modelo de regressão logística multivariado. Resultados: Foram avaliados 173 receptores, idade média 39 anos, 57,2% sexo masculino e 60,7% doador falecido. A prevalência de PTN pós-Tx foi de 24,3%. A distribuição dos pacientes foi de 75,7% para o grupo A, 15,6% para o grupo B e 8,7% para o grupo C. Foram associados a uma maior chance de PTN ≥ 500 mg/24hs: o sexo masculino do receptor, o doador falecido e a HAS pós-Tx. A creatinina aos 12 meses foi significativamente maior nos pacientes com PTN. 62% dos pacientes com PTN ≥ 500 mg/24 hs receberam tratamento com IECA/BRA. Conclusão: A prevalência de PTN pós-Tx renal foi 24,3% segundo a definição utilizada. O sexo masculino do receptor, o doador vivo e a HAS estiveram associadas à maior chance de PTN pós-Tx. O bloqueio do sistema renina-angiotensina deve ser intensificado.

  8. Monocitose é um marcador de risco independente para a doença arterial coronariana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Afiune Neto Abrahão

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Inflamação e ativação das células do sistema imunológico têm participação importante na patogênese da aterosclerose. Este estudo analisa o leucograma que incluiu neutrófilos, eosinófilos, linfócitos, monócitos e basófilos dos pacientes com doença arterial coronariana (DAC crônica e no infarto agudo do miocárdio (IAM. MÉTODOS: Analisamos o leucograma de 232 pacientes não-diabéticos, com idade entre 15 e 88 anos. A DAC estava presente em 142 pacientes (57 com DAC estável e 85 com IAM, diagnosticada angiograficamente, comparada a 90 indivíduos-controle. Os grupos controle e DAC foram comparáveis para a idade, índice de massa corpórea, antecedentes familiares, tabagismo, hipertensão, HDL e LDL (todas variáveis com p > 0,25. RESULTADOS: A análise univariada mostrou maior prevalência de leucocitose na DAC, sendo maior nos pacientes com IAM quando comparados com a DAC estável. O mesmo comportamento foi observado para os monócitos. Porém, a distribuição foi semelhante para as demais células do hemograma. A análise multivariada pelo método da regressão logística, utilizando-se os modelos stepwise (todas variáveis e backward (p < 0,25, mostrou que a monocitose foi variável independente para DAC e para o IAM. CONCLUSÃO: O número de monócitos, um dos mais importantes componentes do processo inflamatório na placa aterosclerótica, foi um marcador de risco independente para a DAC e para o IAM.

  9. Câncer de estômago: fatores de risco Stomach cancer: risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Valéria de Britto

    1997-01-01

    Full Text Available Há cinqüenta anos o câncer de estômago vem perdendo a importância em termos de morbi-mortalidade em países considerados de primeiro mundo. Isso não ocorre no Brasil. Os principais fatores de risco evidenciados a partir de estudos epidemiológicos em várias populações do mundo e associados a essa neoplasia são alguns padrões de dieta. Com a descoberta do papel carcinogênico das nitrosaminas e do potencial anti-oxidante da vitamina C, algumas das associações entre câncer gástrico e padrões de dieta passaram a ser parcialmente entendidas. Com a descrição da Helicobacter pylori em 1983 e as evidências da relação dessa bactéria com certos processos patológicos do estômago, alguns precursores do câncer gástrico, novos elementos foram agregados ao processo fisiopatológico dessa entidade. O conhecimento hoje adquirido sobre a fisiopatologia do câncer gástrico, mesmo que parcial, fornece perspectivas estimulantes para prevenção e diagnóstico precoce.For the last fifty years, stomach cancer has become less important in terms of morbidity and mortality in developed countries, but the same pattern has not occurred in Brazil. The main risk factors for this neoplasm are certain diet patterns that became evident through epidemiological studies in various population groups. After the carcinogenic effects of nitrosamines and the anti-oxidant activity of vitamin C were discovered, some of the associations between stomach cancer and diet were partially understood. After the description of Helicobacter pylori in 1983 and the evidence of the relationship between this bacteria and certain stomach diseases, new elements were added to the knowledge about the development of this neoplasm. Current knowledge, albeit incomplete, provides interesting prospects for the prevention and early diagnosis of stomach cancer.

  10. Dor lombar inespecífica em adultos jovens: fatores de risco associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita Neli Vilar Furtado

    2014-10-01

    Full Text Available Objetivo: O objetivo do estudo foi avaliar fatores de risco potenciais para dor lombar na rotina diária de dois grupos de jovens: indivíduos com queixa de dor lombar e um grupo de controle. Métodos: A amostra consistiu de 198 estudantes em idade universitária (homens e mulheres, entre 18 e 29 anos. De acordo com os diagnósticos de dor nas costas, os participantes foram separados em dois grupos: com ou sem dor lombar crônica inespecífica. Ambos os grupos foram avaliados por um observador "cego", i.e. desconhecedor da presença ou de qualquer outra indicação de dor lombar. Foram aplicados questionários relativos às características clínico-demográficas, estilo de vida, qualidade de vida (questionário SF-36, dor pela escala visual analógica (EVA e exame físico. Resultados: Uma análise univariada demonstrou uma associação estatisticamente significativa (p < 0,05 entre presença de dor lombar e alguns fatores. Houve uma associação negativa entre dor lombar e as seguintes variáveis: IMC, autoavaliação da saúde/EVA e alguns domínios do SF-36 (função física, dor corporal, saúde em geral, vitalidade, função social. Houve uma correlação positiva com as seguintes variáveis: dor global por EVA, presença de dor difusa e número de pontos sensíveis. Contudo, a análise multivariada demonstrou correlações estatisticamente significativas (p < 0,05 entre dor lombar e poucas variáveis: dor global por EVA e número de pontos sensíveis. Conclusão: Algumas variáveis relacionadas à dor difusa crônica e à má qualidade de vida podem estar associadas à dor lombar crônica em adultos jovens. Mas há necessidade de estudos longitudinais.

  11. A massa gorda de risco afeta a capacidade aeróbia de jovens adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Massuça

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar o comportamento do sexo e os efeitos da idade e da massa gorda sobre a capacidade aeróbia de jovens adolescentes. MÉTODOS: Os 621 estudantes do ensino secundário participantes no estudo (14 aos 17 anos; feminino: n = 329, idade, 15,84 ± 0,92 anos; masculino: n = 292, idade, 15,82 ± 0,87 anos foram avaliados em duas categorias: morfologia (altura, peso e % massa gorda - %MG e aptidão física (capacidade aeróbia. As medições antropométricas foram realizadas de acordo com o protocolo descrito por Marfell-Jones e a %MG foi calculada por bioimpedância. A avaliação da capacidade aeróbia foi realizada com o teste aeróbio de corrida - PACER, e VO2máx relativo foi calculado utilizando a equação de Léger. Os resultados das avaliações foram classificados de acordo com os valores normativos das tabelas de referência da bateria de testes FITNESSGRAM® As técnicas estatísticas utilizadas foram: 1 cálculo de frequências; 2 teste t de Student para amostras independentes; e 3 ANOVA two-way seguida do teste post-hoc HSD de Bonferroni. RESULTADOS: 1 existem diferenças significativas entre sexos no que se refere à %MG e ao VO2máx; 2 durante a adolescência, o VO2máx estabiliza nos rapazes e sofre um declínio nas moças; 3 independentemente do sexo, a classe de %MG e a idade cronológica têm um efeito significativo sobre a capacidade aeróbia; e 4 em jovens adolescentes, com %MG de risco, a redução da %MG para níveis saudáveis parece resultar na melhoria da capacidade aeróbia. CONCLUSÃO: O impacto da %MG na capacidade aeróbia, reforça a importância da educação física escolar na promoção da saúde cardiovascular.

  12. O conceito de risco na visão baseada em recursos (RBV: uma análise exploratória

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Fernando Cruz Basso

    2010-10-01

    Full Text Available A visão baseada em recursos (RBV apresenta-se como uma teoria mais abrangente que a teoria neoclássica para explicar a criação de valor no sistema capitalista. A RBV enfatiza o papel de recursos estratégicos para a empresa. Um tema pouco abordado na RBV é o papel que o risco e a incerteza desempenham nessa teoria. A RBV destaca o papel dos recursos estratégicos para a empresa enfatizando a relevância deles para a determinação do nível de lucratividade da empresa. O objetivo deste trabalho é apresentar um conceito alternativo para risco com base no conceito de recurso. O trabalho está dividido em quatro seções: na primeira, apresentam-se duas metodologias para lidar com risco na RBV: o enfoque do fluxo de caixa descontado e o enfoque de opções reais. Na segunda, aborda-se um conceito alternativo de risco (incluindo a forma de mensurá-lo que leva em consideração o nível (montante de recursos essenciais para a empresa, como também a volatilidade desse nível (aplicaremos o conceito incluindo a mensuração do risco para um setor no qual a atividade inovativa é essencial. Na terceira, apresenta-se um modelo baseado em finanças comportamentais para o comportamento do gestor perante o risco. E, para terminar, a Conclusão, na quarta seção.

  13. Análise da relação entre depressão materna e indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaína Pereira Pretto Carlesso

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo analisar as possíveis correlações entre alterações nos índices de risco ao desenvolvimento linguístico e psicológico do bebê e presença de depressão materna, em uma amostra de mães de bebês nascidos em cidade de porte médio e arredores da região central do Rio Grande do Sul.  Métodos a pesquisa foi realizada com 165 díades mães- bebê em Hospital Escola no qual as crianças realizavam triagem auditiva neonatal, no período de março a maio de 2010. Na coleta de dados foram utilizados um roteiro de entrevista sobre informações socioeconômicas, demográficas, obstétricas e psicossociais, a aplicação do Inventário de Depressão de Beck e dos Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil.  Resultados quando se avaliou os valores do inventário de depressão na primeira faixa de índice de risco analisada, comparando-se bebês com e sem risco ao desenvolvimento, houve diferença estatisticamente significante, pois mães com maiores escores de depressão apresentaram mais risco ao desenvolvimento de seus filhos.  Conclusões a análise realizada apontou que há maior proporção de bebês com risco ao desenvolvimento, quando os níveis de depressão materna são elevados no período pós-parto.

  14. Modelos para gestão de riscos em cadeias de suprimentos: revisão, análise e diretrizes para futuras pesquisas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robson Nogueira Tomas

    2013-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é apresentar uma revisão bibliográfica, que possa ser considerada completa e inédita na literatura científica nacional, tendo como foco modelos para gestão de riscos em cadeias de suprimentos. Para tanto, foram revisados 103 artigos científicos publicados entre 2000 e 2012. Inicialmente, buscou-se categorizar os tipos de riscos abordados nos artigos científicos segundo a descrição proposta por Christopher e Peck (2004, a saber: internos à empresa focal (operações, processo e controle; externos para a empresa focal, mas internos para a cadeia (fornecimento e demanda; e externos à cadeia (macroambiente. Buscou-se, também, identificar as etapas elementares na composição de um modelo para gestão de riscos em cadeias de suprimentos. Uma vez categorizados os tipos de riscos e identificadas as quatro etapas elementares, efetuou-se uma análise a partir de três perspectivas: i as opções de modelos disponíveis na literatura para a prática de tal gestão, considerando-se os tipos de riscos e etapas que os compõem; ii um modelo final a ser proposto; e iii elementos que podem ser acrescentados ao modelo final. As principais contribuições deste trabalho dizem respeito a possibilitar melhor entendimento dos tipos de riscos que podem incidir sobre uma cadeia de suprimentos, discutir os modelos mais adequados para geri-los, além de oferecer diretrizes para futuras pesquisas na temática em questão.

  15. Risco de ?lcera por press?o em idosos com decl?nio funcional de mobilidade f?sica domiciliados em Jo?o Pessoa-PB

    OpenAIRE

    Aguiar, Elizabeth Souza Silva de

    2011-01-01

    Introdu??o: As pessoas idosas s?o mais suscept?veis ao desenvolvimento de UPP em virtude das altera??es que ocorrem com o envelhecimento, sobretudo na pele. A incid?ncia e preval?ncia dessas les?es aumentam com a idade, principalmente acima de 85 anos. Nos ?ltimos tempos tem sido poss?vel identificar grupos em risco para UPP a partir da aplica??o de in?meros instrumentos de avalia??o empregados com a finalidade de diagnosticar o grau de risco para desenvolvimento de les?es de pele. Objetivos:...

  16. Evento com aparente risco de morte recorrente como manifestação inicial de síndrome miastênica congênita

    OpenAIRE

    Romaneli, Mariana Tresoldi das N.; Castro, Carla Cristina T. de S.; Fraga, Andrea de Melo A.; Lomazi, Elizete Aparecida; Nucci, Anamarli; Tresoldi, Antonia Teresinha

    2013-01-01

    OBJETIVO: Alertar os pediatras sobre a necessidade de investigar criteriosamente a etiologia de eventos com aparente risco de morte recorrente. Não foram encontrados relatos associando tais eventos à miastenia congênita. DESCRIÇÃO DO CASO: Lactente de sete meses apresentando história de eventos com aparente risco de morte recorrente foi internado para investigação. Durante a internação, apresentou cianose e dispneia progressiva, com necessidade de ventilação mecânica por três dias. Após a mel...

  17. Fomentar o empreendedorismo através do capital de risco e da incubação de empresas : um estudo empírico em Portugal

    OpenAIRE

    Gaspar, Fernando C.

    2008-01-01

    Este artigo estuda a influência de dois instrumentos (o capital de risco e a incubação de empresas)no empreendedorismo. Mais concretamente, estuda a sua influência na decisão de criar novas empresas e no seu êxito, ou seja, na sobrevivência das jovens empresas. Para o efeito, reuniu-se uma amostra de empresas participadas por empresas de capital de risco e/ou criadas em centros de incubação de empresas e realizou-se uma análise regressiva para confirmar as hipóteses formuladas com base na lit...

  18. Riscos ocupacionais e gestão ergonómica em postos de trabalho com utilização de equipamento informático

    OpenAIRE

    Neto, Signalda de Sousa

    2015-01-01

    Os riscos ocupacionais têm sido uma problemática nos postos de trabalho dotados de visor. Esta problemática carece de um estudo mais aprofundado, uma vez que a prevenção contínua contribui para o sucesso dos locais de trabalho. Este estudo pretende descrever a incidência/prevalência dos riscos laborais a que os profissionais cuja atividade requer o uso de equipamento de informática estão expostos. O objeto de estudo concentra a recolha de várias informações nos colaboradores, d...

  19. Proposição de um modelo conceitual para mitigação de riscos no planejamento de transportes em cadeias de suprimentos globais

    OpenAIRE

    José Benedito Silva Santos Júnior

    2016-01-01

    Resumo: Cadeias de suprimentos globais requerem uma coordenação precisa dos fluxos de insumos, produtos acabados, informações e recursos financeiros. A natureza dinâmica das relações entre os diversos elos da cadeia de suprimentos evidencia a necessidade de uma abordagem apropriada para a gestão de riscos para todos os processos inerentes ao planejamento das operações em âmbito global, em particular, para as operações de transportes. A gestão de riscos no planejamento de sistemas de transport...

  20. Estratégia saúde da família: riscos ocupacionais dos auxiliares e técnicos de enfermagem

    OpenAIRE

    Ferraz, Lucimare; Kessler, Marciane; Krauzer, Ivete Maroso; Trindade, Letícia de Lima; Silva, Olvani Martins da

    2015-01-01

    Os profissionais da enfermagem estão expostos a inúmeros riscos ocupacionais, advindos das condições inerentes ao ambiente e ao processo de trabalho. O objetivo deste estudo é identificar os riscos ocupacionais e agravos à saúde no ambiente de trabalho dos técnicos e auxiliares de enfermagem da Estratégia de Saúde da Família. Pesquisa quantitativa, realizada com técnicos e auxiliares de enfermagem de 13 unidades de Estratégia de Saúde da Família. Os dados foram coletados por meio de entrevist...

  1. Perfil de risco gestacional e metabólico no serviço de pré-natal de maternidade pública do Nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Santos,Eliane Menezes Flores; Amorim,Lídia Pereira de; Costa,Olívia Lúcia Nunes; Oliveira,Nelson; Guimarães,Armênio Costa

    2012-01-01

    OBJETIVO: Descrever a prevalência dos fatores de risco gestacionais e sua associação com desfechos materno-fetais desfavoráveis. MÉTODOS: Estudo longitudinal, descritivo e analítico, levando em conta 204 gestantes atendidas no ambulatório de pré-natal de maternidade pública entre maio de 2007 e dezembro de 2008. Os fatores de risco incluíram aspectos sociodemográficos, antecedentes pessoais, obstétricos e familiares, índice de massa corpórea (IMC) pré-gestacional elevado, excesso de ganho de ...

  2. Avaliação do perfil de risco de cárie dentária em gestantes de Araraquara, Brasil

    OpenAIRE

    Tatiana Carolina De Aguiar; Aylton Valsecki Junior; Silvio Rocha Corrêa Da Silva; Fernanda Lopez Rosell; Elaine Pereira Da Silva Tagliaferro

    2011-01-01

    O conhecimento do risco de cárie na gravidez é essencial para um correto plano de tratamento com ações educativas e preventivas às mães para que possam cuidar adequadamente de sua saúde bucal e de seus filhos. Este estudo retrospectivo teve como objetivo identificar o risco de cárie de gestantes (15-44 anos; média= 25 anos) que frequentaram a clínica de odontologia preventiva da Faculdade de Odontologia de Araraquara, Universidade Estadual Paulista de 1999 a 2007. Um total de 166 prontuários,...

  3. Percepció dels riscos a la xarxa per els adolescents a Espanya: usos problemàtics i formes de control

    OpenAIRE

    Martínez Pastor, Esther; García Jiménez, Antonio; Sendín Gutiérrez, José Carlos

    2013-01-01

    El propòsit d'aquest estudi és analitzar, des d'una perspectiva qualitativa, les percepcions dels menors entorn dels riscos que suposa l'ús d'Internet i les xarxes socials a Espanya. Es van realitzar vuit focus group durant el curs acadèmic 2010-11 en col·legis públics i concertats de diferents instituts i col·legis de diferents ciutats d'Espanya amb individus de 12-14 anys (nens) i de 15-17 (adolescents). Entre les conclusions es destaquen que els menors no detecten els riscos de la xarxa en...

  4. Programa de capacitação de estudantes de Psicologia para promoção do desenvolvimento de bebês de risco

    OpenAIRE

    Maria Lucia Naime Vidal Vital

    2008-01-01

    Os riscos no desenvolvimento infantil podem ser originados por causas internas ou externas, entre elas as condições precárias ou adversas do ambiente. Os chamados bebês de risco são crianças que podem vir a ter o desenvolvimento prejudicado pela falta de estimulação necessária, por dificuldades no âmbito familiar, ou mesmo pelo cuidado institucionalizado deficiente. Nas creches públicas brasileiras, o foco principal ainda é o atendimento às necessidades básicas de higiene e alimentação do ...

  5. Aplicação de programa educativo multidisciplinar em gestações de alto risco devido a doenças endócrinas

    OpenAIRE

    Feitosa,Alina Coutinho Rodrigues; Queiroz,Ana Maria; Vianna,Adriana Matos; Schleu,Minna

    2010-01-01

    OBJETIVO: avaliar a aplicação de um programa de intervenção multidisciplinar educativo em mulheres com gestação de alto risco devido a doenças endócrinas. MÉTODOS: avaliamos retrospectivamente a aplicação de um programa educativo multidisciplinar em 185 gestantes com doenças endócrinas referenciadas para uma maternidade especializada em gestação de alto risco. As gestantes receberam atenção pré-natal multidisciplinar por times compostos por endocrinologistas, obstetras, ultrassonografistas, e...

  6. Variáveis psicossociais e comportamentais como fatores de risco na doença coronariana: uma comparação entre homens e mulheres

    OpenAIRE

    Ambrozin, Simone [UNESP

    2002-01-01

    Considerando o aumento da incidência de doença coronariana em mulheres e a escassez de pesquisas que explorem as diferenças entre os sexos quanto aos fatores de risco para essa patologia, este estudo pretendeu comparar homens e mulheres quanto a variáveis sociodemográficas e fatores de risco psicossociais e comportamentais. Foram estudados 50 homens e 50 mulheres, internados na enfermaria de cardiologia do Hospital das Clínicas – UNESP, com diagnóstico de doença coronariana, aplicando-se form...

  7. Validação prospectiva do escore de risco dante pazzanese em síndrome coronariana aguda sem supradesnivelamento do segmento ST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabete Silva dos Santos

    2013-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Em Síndrome Coronariana Aguda (SCA sem Supradesnivelamento do segmento ST (SST é importante estimar a probabilidade de eventos adversos. Para esse fim, as diretrizes recomendam modelos de estratificação de risco. O escore de risco Dante Pazzanese (escore DANTE é um modelo simples de estratificação de risco, composto das variáveis: aumento da idade (0 a 9 pontos; antecedente de diabete melito (2 pontos ou acidente vascular encefálico (4 pontos; não uso de inibidor da enzima conversora da angiotensina (1 ponto; elevação da creatinina (0 a 10 pontos; combinação de elevação da troponina e depressão do segmento ST (0 a 4 pontos. OBJETIVO: Validar o escore DANTE em pacientes com SCA sem SST. MÉTODOS: Estudo prospectivo, observacional, com inclusão de 457 pacientes, de setembro de 2009 a outubro de 2010. Os pacientes foram agrupados em: muito baixo, baixo, intermediário e alto risco de acordo com a pontuação do modelo original. A habilidade preditiva do escore foi avaliada pela estatística-C. RESULTADOS: Foram 291 (63,7% homens e a média da idade 62,1 anos (11,04. Dezessete pacientes (3,7% apresentaram o evento de morte ou (reinfarto em 30 dias. Ocorreu aumento progressivo na proporção do evento, com aumento da pontuação: muito baixo risco = 0,0%; baixo risco = 3,9%; risco intermediário = 10,9%; alto risco = 60,0%; p < 0,0001. A estatística-C foi de 0,87 (IC 95% 0,81-0,94; p < 0,0001. CONCLUSÃO: O escore DANTE apresentou excelente habilidade preditiva para ocorrência dos eventos específicos e pode ser incorporado na avaliação prognóstica de pacientes com SCA sem SST.

  8. Estudo da influência do Sarbanes-Oxley Act of 2002 sobre o gerenciamento do risco operacional em instituições financeiras brasileiras

    OpenAIRE

    Camazano, Magali Aparecida

    2008-01-01

    A desregulamentação e a globalização dos serviços financeiros associadas à sofisticação das tecnologias financeiras têm aumentado a complexidade das atividades bancárias e a conseqüente exposição dos bancos ao risco operacional. Casos diversos de perdas catastróficas relacionadas ao risco operacional se fizeram presentes nos últimos 10 anos, a exemplo da quebra do tradicional Barings Bank, na Inglaterra. Por decorrência, o Novo Acordo de Capital da Basiléia (Basiléia II), divul...

  9. Práticas de risco entre os jovens: estudo preliminar sobre condutas ordálicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Junqueira Grandino

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O presente trabalho relata a discussão de uma pesquisa em andamento sobre o sentido das práticas de risco assumidas por jovens na transição para a vida adulta e resultados preliminares de um estudo piloto utilizando o Questionário de Funcionamento Ordálico. A partir da retomada do conceito de condutas ordálicas, procura-se aprofundar a análise de práticas de risco envolvendo jovens brasileiros como sintomas de um mal-estar que vivenciam na transição para a vida adulta. Realizou-se um experimento piloto com a aplicação de um questionário que avalia o funcionamento ordálico. A amostra inicial contou com 82 estudantes universitários, de ambos os sexos. Os resultados preliminares foram promissores na comparação dos quatro fatores por sexo dos sujeitos e na correlação com a idade. Avançar nessa perspectiva de investigação deve colaborar para o entendimento aprofundado dessas práticas, bem como para o desenvolvimento de ações preventivas e protetivas aos jovens.

  10. Efeitos de Intervenção Cognitivo-Comportamental sobre Fatores de Risco Psicológicos em Cardiopatas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Gorayeb

    Full Text Available RESUMODiminuir fatores de risco para cardiopatias pode melhorar a qualidade de vida e reduzir a mortalidade e morbidade relacionadas a elas.O presente estudo avaliou a eficácia de uma intervenção cognitivo-comportamental em grupo sobre ansiedade, depressão, estresse e saúde cardiovascular em cardiopatas. Foram avaliados 91 pacientes antes e após participação nos grupos, com entrevistas semiestruturadas, Inventários Beck (Ansiedade e Depressão e Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp. Coletaram-se medidas fisiológicas para cálculo do escore de Framingham. A participação no grupo resultou em redução dos sintomas de ansiedade, depressão, estresse e melhora do enfrentamento ao estresse. Não houve diferença no escore de Framingham. A intervenção se mostrou eficaz para a redução dos fatores de risco psicológicos nessa amostra.

  11. Risco cardiovascular em profissionais de saúde de serviços de atendimento pré-hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Cavagioni

    2012-04-01

    Full Text Available Avaliar os fatores de risco cardiovascular, com ênfase na hipertensão, e estratificá-los de acordo com o Escore de Risco de Framingham (ERF. Estudo com 154 profissionais que atuavam em aten-dimento pré-hospitalar na cidade de São Paulo e rodovia Br-116. Foi considerado significante o valor de p110mg/dL- 11%, colesterol total>200mg/dL- 36%, LDL-c>130mg/dL- 33%, HDL-c150mg/dL- 30% e proteína C reativa>0,5mg/dL- 16%. O ERF foi médio em 10,3% e alto em 1,3%. Na análise de regressão logística verificou-se que a hipertensão associou-se com as variáveis: HDL-c (odds ratio: 0,257 e ERF (odds ratio: 23,159. Houve forte associação entre ERF e hipertensão. Os dados chamam a atenção, por se tratar principalmente de profissionais da área da saúde relativamente jovens.

  12. Risco Moral nos Contratos de Seguro de Responsabilidade Civil “D&O” (Directors and Officers Liability Insurance

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Wallau Rodrigues

    2017-06-01

    Full Text Available O texto trata dos contratos de seguro de responsabilidade civil sob a modalidade “D&O” (directors & officers liability, recentemente regulamentos pela SUSEP, cujo objeto é a proteção do risco pela responsabilização de administradores de empresas (diretores e conselheiros de administração em razão de atos cometidos no exercício de suas atividades. O enfoque da pesquisa reside nas cláusulas de afastamento de cobertura pelo cometimento de atos relacionados à corrupção – o que, segundo a lógica aplicada por algumas seguradoras, implicaria no risco moral e no aumento dos casos de violação à legislação anticorrupção. Nesse cenário, é proposta uma análise crítica acerca da cláusula de afastamento de cobertura, notadamente a partir da sua interpretação a partir da eficiência e proporcionalidade.

  13. Fatores de risco e de proteção em adolescentes vítimas de abuso sexual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeane Lessinger Borges

    2013-09-01

    Full Text Available Este artigo refere-se a uma pesquisa qualitativa que visou identificar os fatores de risco e de proteção em casos de abuso sexual na adolescência. Foram entrevistadas duas meninas adolescentes vítimas de abuso sexual, de um município do Interior do Rio Grande do Sul. Os dados das entrevistas foram analisados por meio da Análise de Conteúdo (Bardin, 1977. Em relação aos resultados, percebe-se uma presença maior de fatores de risco do que de fatores de proteção no momento atual de vida das adolescentes, o que merece uma atenção especial por parte dos serviços que atendem estes casos. Sugerem-se pesquisas referentes aos estudos relacionados à resiliência e aos aspectos positivos da vida do ser humano, em vítimas de abuso sexual, buscando fortalecer os aspectos saudáveis das vítimas e ajudá-las a reconstruir sua vida.

  14. Fatores de risco relacionados com suicidios em Palmas (TO, Brasil, 2006-2009, investigados por meio de autopsia psicossocial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neci Sena-Ferreira

    2014-01-01

    Full Text Available Este artigo objetiva analisar e descrever os fatores de risco e seus determinantes, associados a 24 casos de suicídios ocorridos na cidade de Palmas (TO, no período de 2006 a 2009. Utilizou-se o método de autópsia psicológica e psicossocial, a qual, por meio de entrevistas com familiares, busca investigar os suicídios consumados, contextualizando características da vida do sujeito, e compreender os processos familiares e as circunstâncias afetivas, sociais, econômicas e culturais, fundamentando-se na reconstrução da história e da personalidade da pessoa. Os fatores socioeconômicos associados foram: ser do sexo masculino, solteiro, de cor parda, estar na faixa etária de 20 a 40 anos e com ensino fundamental. Os principais fatores de risco identificados foram: transtornos mentais, abuso de álcool e outras drogas, relacionamento familiar conturbado e histórico de tentativas anteriores. Buscamos contextualizar e refletir sobre alguns casos relatados pelos familiares e sobre a resposta das equipes de saúde às demandas das famílias. A necessidade de implantar programas de prevenção e de capacitar os profissionais da atenção básica foi verificada.

  15. Genes relacionados ao metabolismo dos fosfolípides como fatores de risco para o transtorno afetivo bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meira-Lima Ivanor V

    2003-01-01

    Full Text Available Os estudos de epidemiologia genética fornecem consistente evidência de que o componente genético tem um papel preponderante no risco para o Transtorno Afetivo Bipolar (TAB, embora genes de vulnerabilidade ainda não tenham sido identificados de forma inequívoca. Nesta atualização os autores apresentam dados demonstrando que os fosfolípides exercem um relevante papel nos processos de sinalização intracelular e que estudos da neuroquímica dos estabilizadores do humor convergem em apontar para uma ação destas drogas nas vias de transdução de sinais reguladas pelas fosfolipases. Concluem que investigações de variantes nos genes que codificam enzimas do metabolismo dos fosfolípides como potenciais genes de susceptibilidade podem ampliar o conhecimento acerca dos fatores de risco e dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos no surgimento destes transtornos do humor.

  16. Cotidiano da gravidez de risco por cardiopatia: estudo fenomenológico das relações assistenciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Vasconselos Amorim

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Desvelar o cotidiano das relações assistenciais do ser-aí-mulher na gravidez de alto risco por doença cardíaca. Métodos: Pesquisa qualitativa fenomenológica. Dezessete participantes foram entrevistadas em instituição referência para risco materno e os significados expressos foram analisados à luz do pensamento de Martin Heidegger. Resultados: As mulheres significaram terem sido cobradas pelos médicos por engravidarem e; saberem que o cardiologista dá o parecer, mas o obstetra é quem vai decidir a via de parto. Conclusão: Evidenciaram-se relações assistenciais pautadas na ótica fisiopatológica de acompanhamento gestacional e invisibilidade da equipe de enfermagem junto à gestante. Se por um lado os resultados apontam a necessidade de transcender para uma relação existencial que considera a mulher como ser-aí dotada de possibilidades, por outro anuncia a importância do cuidado de enfermagem congruente às necessidades de gestantes portadoras de cardiopatia na perspectiva de se fazer percebido e anunciado pelo ser-cuidado.

  17. Fatores de risco em operações valvares: análise de 412 casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Machado BUENO

    1997-10-01

    Full Text Available O tratamento cirúrgico das valvopatias é muito freqüente e sua mortalidade ainda não se aproxima de zero. Neste estudo, procuramos identificar diversos fatores que poderiam aumentar o risco cirúrgico nestes procedimentos. Para isso, foram analisadas, retrospectivamente, 412 operações valvares realizadas no período de janeiro de 1994 a dezembro de 1995. A média de idade dos pacientes foi de 48,3 anos, com predomínio do sexo feminino (59,3%. Consistiam em reoperação 154 (37,4% casos e 24 (5,8% pacientes necessitaram revascularização miocárdica (RM associada. As valvas acometidas foram: mitral isolada (55,1%, aórtica isolada (27,2%, mitral e aórtica (11,4%, mitral e tricúspide (4,4%, tricúspide (0,7%, mitral aórtica e tricúspide (1,2%. A mortalidade hospitalar geral foi de 8,3%. Apresentaram-se como fatores de risco, relacionados à maior mortalidade, os seguintes: idade superior a 60 anos, presença de fibrilação atrial (FA no pré-operatório, necessidade de troca valvar (impossibilidade de preservação, classe funcional IV da NYHA no pré-operatório, redução da função ventricular (FE menor que 0,50, tempo de anôxia miocárdica superior a 75 minutos e tempo de circulação extracorpórea (CEC superior a 120 minutos. Pacientes submetidos a reoperação valvar e aqueles com RM associada apresentaram mortalidade mais elevada (11,7% e 20,8%, respectivamente, mas sem significância estatística. Por outro lado, a valva acometida, sexo, tipo de prótese utilizada nas trocas valvares (biológica ou metálica, número de operações valvares realizadas previamente (nas reoperações, intervalo de tempo entre a última operação e a atual (nas reoperações, e também nas reoperações o fato de ter sido submetido à troca valvar ou cirurgia conservadora previamente não alteram a mortalidade. Indicação cirúrgica precisa e no momento adequado, controle de arritmias pré-operatórias, novos medicamentos para controle da

  18. Fatores de risco para mortalidade neonatal precoce Risk factors for early neonatal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Schoeps

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco da mortalidade neonatal precoce. MÉTODOS: Estudo caso-controle de base populacional com 146 óbitos neonatais precoces e amostra de 313 controles obtidos entre os sobreviventes ao período neonatal, na região sul do município de São Paulo, no período de 1/8/2000 a 31/1/2001. As informações foram obtidas por meio de entrevistas domiciliares e prontuários hospitalares. Foi realizada análise hierarquizada em cinco blocos com características: 1 socioeconômicas das famílias e das mães; 2 psicossociais maternas; 3 biológicas e da história reprodutiva materna; 4 do parto; 5 do recém-nascido. RESULTADOS: Os fatores de risco para a mortalidade neonatal precoce foram: Bloco 1: baixa escolaridade do chefe da família (OR=1,6; IC 95%: 1,1;2,6; domicílio em favela (OR=2,0; IC 95%: 1,2;3,5, com até um cômodo (OR=2,2; IC 95%: 1,1;4,2; Bloco 2: mães com união recente (OR=2,0; IC 95%: 1,0;4,2 e sem companheiro (OR=1,8; IC 95%: 1,1;3,0, presença de maus tratos (OR=2,7;1,1-6,5; Bloco 3: presença de intercorrência na gravidez (OR=8,2; IC 95%: 5,0;13,5, nascimento prévio de baixo peso (OR=2,4; IC 95%: 1,2;4,5; pré-natal ausente (OR=16,1; IC 95%: 4,7;55,4 ou inadequado (OR=2,1; IC 95%: 2,0;3,5; Bloco 4: presença de problemas no parto (OR=2,9; IC 95%: 1,4;5,1, mães que foram ao hospital de ambulância (OR=3,8; IC 95%: 1,4;10,7; Bloco 5: baixo peso ao nascer (OR=17,3; IC 95%: 8,4;35,6, nascimento de pré-termo (OR=8,8; IC 95%: 4,3;17,8. CONCLUSÕES: Além dos fatores proximais (baixo peso ao nascer, gestações de pré-termo, problemas no parto e intercorrências durante a gestação, identificou-se a participação de variáveis que refletem exclusão social e de fatores psicossociais. Esse contexto pode afetar o desenvolvimento da gestação e dificultar o acesso das mulheres aos serviços de saúde. A assistência pré-natal adequada poderia minimizar parte do efeito dessas variáveis.OBJECTIVE: To

  19. Protocolo fonoaudiológico de avaliação do risco para disfagia (PARD Dysphagia Risk Evaluation Protocol

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Rodrigues Padovani

    2007-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Os objetivos desse estudo foram: constituir um protocolo piloto de avaliação do risco para disfagia, visando auxiliar o fonoaudiólogo a identificar e interpretar as alterações na dinâmica da deglutição, caracterizar os sinais clínicos sugestivos de penetração laríngea ou aspiração laringo-traqueal, definir pontualmente a gravidade da disfagia e estabelecer condutas a partir dos resultados da avaliação. MÉTODOS: O Protocolo Fonoaudiológico de Avaliação do Risco para Disfagia foi elaborado com base na literatura, segundo a identificação dos pontos comuns a todos os protocolos de avaliação da deglutição. Os pontos não comuns foram excluídos e os itens julgados relevantes foram incluídos. RESULTADOS: O Protocolo Fonoaudiológico de Avaliação do Risco para Disfagia foi constituído por três partes: teste de deglutição da água, teste de deglutição de alimentos pastosos, classificação do grau de disfagia e condutas. CONCLUSÃO: O Protocolo Fonoaudiológico de Avaliação do Risco para Disfagia é baseado em uma proposição teórica e depende de sua aplicação populacional, em larga escala e por diferentes profissionais para que venha a se configurar como um teste validado em sua proposta. A contribuição aqui apresentada busca uma forma de contemplar, de maneira mais completa possível, a avaliação fonoaudiológica para o risco de disfagia em beira-de-leito, norteando a atuação fonoaudiológica e consolidando sua atuação baseada em evidências. A segunda fase desta pesquisa será experimental.PURPOSE: The aim of this study was to constitute a pilot protocol proposal to risk identification of dysphagia. This protocol is proposed to identify and to interpret the swallowing disorders, to characterize the penetration or aspiration clinical signals, to define promptly the dysphagia severity and to establish the management based in the results of the evaluation. METHODS: The Dysphagia Risk Evaluation

  20. Estudo das freqüências dos principais fatores de risco para acidente vascular cerebral isquêmico em idosos Study of the main risk factors frequencies for ischemic cerebrovascular disease in elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Luciano Pires

    2004-09-01

    Full Text Available Foram estudados retrospectivamente 262 pacientes com diagnóstico clínico de acidente vascular cerebral isquêmico (AVCi permanente, com idade igual ou superior a 60 anos, selecionados dos 1015 registros da Liga de Aterosclerose da Clínica Neurológica da ISCMSP, de 1990 a 2002. O estudo focalizou as freqüências dos fatores de risco modificáveis para AVCi nesta população idosa, considerando-se sexo e faixa etária dos pacientes. Os resultados evidenciaram que a hipertenção arterial sistêmica é significativamente freqüente (87,8% entre pacientes idosos com AVCi, independentemente do sexo e da faixa etária. Tabagismo (46,9% e etilismo (35,1% revelaram-se fatores de riscos modificáveis freqüentes especialmente entre os homens. As cardiopatias (27,0%, o Diabete Melito (19,9% e as dislipidemias (15,6% também se revelaram fatores de risco modificáveis freqüentes em pacientes idosos com AVCi, em ambos os sexos e em ambas as faixas etárias estudadas (60 a 70 anos e mais que 71 anos. Foi relativamente baixa a freqüência de hiperuricemia nesta amostra.Two hundred and sixty two patients with clinical diagnosis of permanent ischemic stroke, all of them aged 60 or more were retrospectively studied from the 1015 cerebrovascular diseases (CVD records of the Atherosclerosis Ligue of the Neurology Clinics of the ISCMSP, from 1990 to 2002. The study emphasized modifiable risk factors frequencies for ischemic stroke in this population, considering gender and age of the patients. Results have evidenced that systemic arterial hypertension is a main risk factor significantly frequent in old people (87.8%, independently of gender and age. Smoking (46.9% and alcohol consumption (35.1% have revealed to be very frequent important modifiable risk factors especially among men. Lower frequencies have been presented for cardiac diseases (27.0%, Diabetes Melitus (19.9%, and dislipidemia (15.6% as risk factors for ischemic stroke in old people of both

  1. Vulnerabilidade social e risco ambiental: uma abordagem metodológica para avaliação de injustiça ambiental Social vulnerability and environmental risk: a methodological approach for evaluating environmental injustice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Cartier

    2009-12-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é avaliar a vulnerabilidade sócio-ambiental por meio da seleção e análise de indicadores sócio-econômicos, demográficos e de infra-estrutura no entorno do Distrito Industrial Fazenda Botafogo, no Município do Rio de Janeiro, Brasil, utilizado neste trabalho como estudo de caso. Buscou-se verificar nesse espaço se existe alguma correlação entre grupos socialmente vulneráveis e risco ambiental, conformando um quadro de injustiça ambiental. O estudo caracteriza-se por ser uma análise quantitativa e espacial pautado na utilização de um Sistema de Informações Geográficas (SIG. As análises evidenciam uma forte correlação entre vulnerabilidade social e risco ambiental, tendo por referência a proximidade das indústrias na região escolhida. Os indicadores mostram que, na região analisada, as populações com as piores condições sócio-econômicas tendem a se localizar mais próximas às fontes industriais de riscos ambientais. De modo inverso, também foi verificado que os grupos populacionais com melhores condições sócio-econômicas tendem a se localizar mais distantes de tais espaços.The aim of this article was to evaluate socio-environmental vulnerability by selecting and analyzing socioeconomic, demographic, and infrastructural indicators around the Fazenda Botafogo Industrial Park in the city of Rio de Janeiro, Brazil, taking this work as a case study. The study aimed to determine whether there is a correlation between socially vulnerable groups and environmental risk, thus shaping a situation of environmental injustice. The study features a quantitative and spatial analysis based on the use of a geographic information system (GIS. The analyses show a strong correlation between social vulnerability and environmental risk, based on residents' proximity to factories in the target area. The indicators show that the populations with the worst socioeconomic conditions tend to live closest to the

  2. Dioxinas e furanos: origens e riscos Dioxins and furans: origins and risks

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João V de Assunção

    1999-10-01

    Full Text Available Apresenta-se uma atualização bibliográfica com o objetivo de relatar a origem e os riscos à saúde pública das dioxinas e furanos e possibilitar o conhecimento de algumas áreas de pesquisa sobre esses compostos. Foram selecionadas 16 referências bibliográficas, cobrindo aproximadamente doze anos (1986 a 1997. Pela análise feita concluiu-se que: a Esses compostos são de origem não natural, considerados altamente tóxicos, extremamente persistentes, tendo sido detectados em todas as matrizes ambientais como: solo, sedimentos, ar, água, animais e vegetais; b emissões desses compostos para a atmosfera ocorrem principalmente nos processos de combustão; c dispersão atmosférica, deposição e subseqüente acumulação na cadeia alimentar têm sido a principal rota de exposição da população em geral; d devido à natureza lipofílica e persistência, estes se acumulam em tecidos gordurosos, sendo os alimentos de origem animal os que apresentaram maiores concentrações; e no Brasil, os poucos estudos realizados, com medidas de concentrações desses compostos no meio ambiente, apresentaram alguns níveis comparáveis aos da Alemanha. Recomenda-se a continuidade de pesquisas no Brasil, sobre esses compostos, em especial sua acumulação em alimentos e no tecido humano.A bibliographic review is presented with the objective of describing the origin and the risks to the public health of dioxins and furans and getting familiar with some research areas about these compounds. The review has considered 16 selected references covering a period of approximately twelve years (1986 to 1997 . The main conclusions were: a These compounds are from nonnatural origin, considered highly toxic, extremely persistent in the environment, and they have been detected in all environmental matrices like: soil, sediments, air, water, animals and plants; b emissions of these compounds to the atmosphere come primarily from combustion processes; c atmospheric

  3. Risk stratification for indolent lymphomas Estratificação de risco dos linfomas indolentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abrahão Elias Hallack Neto

    2010-01-01

    linfomas folicular (FLIPI representa um passo importante na identificação de subgrupos de pacientes, mas seu uso na prática clínica ainda necessita ser estabelecido. O uso de um número maior de anticorpos monoclonais para imunoistoquímica, estudo citogenético incluindo citogenética convencional ou hibridização in-situ por fluorescência (FISH, bem como o desenvolvimento de técnicas de alta resolução incluindo a expressão por microarray possibilita maior acurácia no diagnóstico e definição precisa dos biomarcadores com valor na estratificação de risco. A identificação de genes específicos para os diversos tipos de linfomas permite o reconhecimento de potenciais proteínas alvo que podem ser validadas usando imunoistoquímica. Análises da expressão do perfil de genes ou variações genéticas constitutivas pode também prover conhecimentos adicionais para o prognóstico em um futuro próximo. Um entendimento da biologia desses distintos tumores linfoides permite-nos identificar novos grupos de genes relacionados à doença e deve facilitar o desenvolvimento diagnóstico, predizendo a evolução e permitindo tratamentos personalizados.

  4. Ciência, técnica e cultura: relações entre risco e práticas de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Czeresnia Dina

    2004-01-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo discutir conseqüências culturais dos discursos e práticas voltados à capacitação dos sujeitos para a escolha racional e informada de riscos, calculados com base no conhecimento científico. O conceito de risco epidemiológico é um dos elementos centrais deste processo, especialmente no contexto das práticas de saúde. Inicialmente é apresentada uma breve caracterização do conceito de risco epidemiológico, ressaltando que, como modelo abstrato, reduz a complexidade dos fenômenos que estuda. A apreensão da realidade mediante essa abstração gera valores e significados. A reflexão de Canguilhem sobre as relações entre ciência, técnica e vida é retomada com a perspectiva de aprofundar a compreensão das conseqüências culturais produzidas, que contribuem para a transformação das concepções clássicas de individualidade, autonomia e sociabilidade. Temas vitais cruciais, como individualidade, alteridade, relação com a morte, estão presentes (ocultos nas questões que envolvem a nuclearidade do risco no mundo atual.

  5. Ciência, técnica e cultura: relações entre risco e práticas de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dina Czeresnia

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo discutir conseqüências culturais dos discursos e práticas voltados à capacitação dos sujeitos para a escolha racional e informada de riscos, calculados com base no conhecimento científico. O conceito de risco epidemiológico é um dos elementos centrais deste processo, especialmente no contexto das práticas de saúde. Inicialmente é apresentada uma breve caracterização do conceito de risco epidemiológico, ressaltando que, como modelo abstrato, reduz a complexidade dos fenômenos que estuda. A apreensão da realidade mediante essa abstração gera valores e significados. A reflexão de Canguilhem sobre as relações entre ciência, técnica e vida é retomada com a perspectiva de aprofundar a compreensão das conseqüências culturais produzidas, que contribuem para a transformação das concepções clássicas de individualidade, autonomia e sociabilidade. Temas vitais cruciais, como individualidade, alteridade, relação com a morte, estão presentes (ocultos nas questões que envolvem a nuclearidade do risco no mundo atual.

  6. Pré-eclâmpsia (indicador de doença renal crônica: da gênese aos riscos futuros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thais Alquezar Facca

    2012-03-01

    Full Text Available A pré-eclâmpsia (PE é uma doença específica da gestação que, somada às demais desordens hipertensivas, constitui importante causa de morbimortalidade materna e perinatal. Tem incidência estimada de 3 a 14% entre todas as gestações e pode manifestar-se de diferentes formas clínicas. A PE e a doença cardiovascular (DCV possuem mecanismos fisiopatológicos semelhantes, como disfunção endotelial, alteração metabólica e estresse oxidativo, assim como também compartilham alguns fatores de risco como obesidade, doença renal e diabetes. A exata relação entre PE e risco cardiovascular ainda não está totalmente elucidada, talvez o estresse metabólico desencadeado na PE provoque a lesão vascular que contribui para o desenvolvimento da DCV e/ou da doença renal crônica (DRC futuramente. Esse risco parece ser ainda maior em mulheres com história de PE recorrente, severa e eclâmpsia. A investigação do antecedente de PE pode auxiliar na avaliação do risco futuro de DCV e DRC, na prevenção e no diagnóstico precoce.

  7. Avaliando diagnósticos e intervenções de enfermagem no trabalho de parto e na gestação de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia de Medeiros

    Full Text Available RESUMO Objetivo Avaliar o uso de diagnósticos e intervenções de enfermagem propostos para mulheres em trabalho de parto e gestantes de alto risco. Método Estudo descritivo, documental e retrospectivo realizado com 1000 prontuários, através de checklist, durante julho a setembro de 2014, em uma maternidade da Paraíba. Analisaram-se as medidas descritivas e a relação comparativa entre os diagnósticos e as intervenções de enfermagem utilizadas no serviço por meio da NANDA-Internacional e da Classificação das Intervenções de Enfermagem. Resultados Os diagnósticos mais evidenciados no trabalho de parto: dor aguda (62%, fadiga (24,7% e ansiedade (22%. Para as gestantes de alto risco: sono e repouso prejudicados (100%, risco de infecção (81,8 e ansiedade (77,2%. As intervenções foram: lavar as mãos (80,8%, identificar e acomodar no leito (78%. Conclusão Os diagnósticos expressam as necessidades na parturição e nas alterações psicobiológicas na gestação de risco. As intervenções estão desarticuladas dos diagnósticos, necessitando de revisões e mudanças.

  8. Internação domiciliar: risco de exposição biológica para a equipe de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Moralez de Figueiredo

    2012-02-01

    Full Text Available Estudo exploratório e prospectivo, de abordagem quantitativa que visou caracterizar as ações que envolviam risco biológico durante o atendimento de profissionais no Serviço de Internação Domiciliar do Hospital Municipal de São Carlos, SP. No acompanhamento das 159 visitas, realizadas no período de junho de 2008 a janeiro de 2009, foram observados 347 procedimentos sendo que, entre os com risco de exposição biológica, foram identificados curativos (31,1%, glicemia capilar (14,4% e acesso vascular (3,1%. A ocorrência de adesão à higienização prévia das mãos foi de 21,5%, 66,3% no uso de luvas e de 83,5% no descarte adequado do perfurocortante. Conclui-se que esses profissionais estão sujeitos a riscos semelhantes aos encontrados na área hospitalar, uma vez que também manipulam sangue e material perfurocortante com muita frequência e apresentam baixa adesão às precauções padrão. Estudos que avaliem a influência das características dos domicílios nesse risco devem ser estimulados.

  9. Gestão de Riscos em Projetos: Uma Análise Comparativa da Norma ISO 31000 e o Guia PMBOK®, 2012.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bilmar Angelis de Almeida Ferreira

    2014-02-01

    Full Text Available Este artigo apresenta o estudo detalhado e a opinião de autores especializados para avaliar e comparar duas metodologias disponíveis para gestão de riscos: a norma ISO 31000 e o guia PMBOK/PMI®, 2012. A metodologia da pesquisa é descritiva e qualitativa, que permite interpretar as informações coletadas de forma subjetiva. A estratégia da pesquisa deste artigo tem como objetivo analisar os dois modelos através de pesquisa bibliográfica sobre o tema. Neste contexto, o artigo se propõe ao estudo dos conceitos de projeto, gestão de projetos, riscos e gestão de riscos, através da analise comparativa entre os dois modelos de gestão, para identificar as similaridades e/ou diferenças na estrutura, processos e metodologias, resultando na confirmação de que a norma ISO 31000 e o guia PMBOK/PMI®, 2012, podem ser adaptados para o emprego na gestão de riscos em projetos.DOI:10.5585/gep.v4i3.173

  10. QUEMERINA E FATORES RELACIONADOS AO RISCO CARDIOVASCULAR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Sequeira Fontes

    2018-01-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Sintetizar os achados sobre a quemerina e os fatores relacionados ao risco cardiovascular em crianças e adolescentes. Fontes de dados: Realizou-se uma revisão sistemática de acordo com os itens propostos pela diretriz PRISMA nas bases de dados PubMed, Science Direct e Lilacs. Utilizaram-se os descritores chemerin de forma associada a children e adolescent, sem limite de tempo. A pesquisa limitou-se a artigos originais realizados com seres humanos, em língua inglesa, excluindo-se a população adulta e idosa, assim como os artigos de revisão, comunicação breve, cartas e editoriais. Síntese dos dados: Após análise dos estudos por dois revisores, de forma independente, segundo os critérios de elegibilidade, permaneceram na revisão sete artigos, publicados entre 2012 e 2016. Foram incluídos estudos de delineamento transversal, prospectivo, coorte e caso-controle. A importância da adipocina quemerina nos fatores de risco para doenças cardiovasculares é demonstrada por meio de sua associação com obesidade e diabetes melito, assim como com parâmetros clínicos, antropométricos e bioquímicos. Entretanto, a força da evidência dos estudos é relativamente baixa, em função da heterogeneidade das publicações, destacando-se como limitações o número reduzido das amostras e sua ausência de representatividade, a falta de padronização dos métodos de dosagem, o delineamento transversal de grande parte dos estudos e a impossibilidade de extrapolação dos resultados. Conclusões: A desregulação da quemerina provocada pelo aumento de tecido adiposo pode contribuir para o aparecimento de doenças cardiovasculares, sugerindo que tal adipocina tem papel relevante na identificação precoce de indivíduos em risco.

  11. Riscos e complicações do uso de piercing oral: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Wittor de Macêdo Santos

    2017-02-01

    Full Text Available Introdução: O uso de piercing oral tem despertado o interesse dos profissionais da Odontologia devido à associação com diversas complicações locais e sistêmicas. Objetivo: Este trabalho objetivou realizar uma revisão sistemática da literatura sobre riscos e complicações associadas ao uso de piercings orais e periorais. Métodos: Foi realizada uma pesquisa nas bases de dados MEDLINE, Google acadêmico e LILACS utilizando-se os seguintes critérios: artigos publicados na íntegra, no período de 2000 a 2016, em inglês, português e espanhol, case report, classical articles e reviews sobre o tema utilizando os seguintes descritores: body piercing, risks management, complications, risk e seus mesh terms. Resultados: Foram incluídos um total de 39 artigos relevantes que cumpriam com todos os critérios. Foi observado que os locais mais frequentemente utilizados para a colocação de piercing oral são os lábios e a língua. As complicações incluem inflamação, infecções locais e sistêmicas, lesões mucocutâneas, lesões vasculares, trauma dental, problemas periodontais, reações de hipersensibilidade, disfonia, deglutição e aspiração do piercing, e até morte etc. Conclusão: Conclui-se que o cirurgião dentista deve exercer um papel importante na orientação da população em geral sobre os riscos e as complicações associadas ao uso de piercing oral, visando evitar tal prática ou minimizar ao máximo os riscos e as complicações naqueles indivíduos que os possuem.

  12. Corioamnionite: prevalência, fatores de risco e mortalidade neonatal = Chorioamnionitis: prevalence, risk factors and neonatal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Shozo Uchimura

    2007-07-01

    Full Text Available A corioamnionite é a inflamação aguda das membranas placentáriasdeterminada por agentes bacterianos que causam aumento da morbimortalidade materna e perinatal. Objetivou-se determinar a prevalência, os fatores de risco e a mortalidade neonatalpara corioamnionite em gestantes atendidas no Hospital Universitário de Maringá no ano de 1997. Foi um estudo transversal com os dados coletados do prontuário das pacientes. Utilizou-se o teste exato de Fisher e risco relativo para verificar a diferença das médias.Foram observados nove casos de corioamnionite (1,8% entre as 504 gestantes atendidas. Os fatores de risco associados foram a média de idade de 24,6 anos, raça branca e a baixa escolaridade. A presença de dinâmica uterina foi um importante sinal de infecção, além dataquicardia materna e febre. A corioamninite está associada à ocorrência de apresentação fetal pélvica/córmica, presença de líquido amniótico meconial/sanguinolento, baixo peso ao nascer e Apgar Chorioamnionitis is the acute inflammation of fetal membranes caused by a bacterial infection, leading to premature births and the increase of maternal and neonatal morbimortality. The objective of this study was to identify the prevalence, risk factors andneonatal mortality rates from chorioamnionitis in expectant mothers who were admitted to Maringá University Hospital in 1997. This cross-sectional study was performed using data collected medical records. Fisher’s exact risk test and relative risk were utilized to verify thedifferences in the averages. Nine cases of chorioamnionitis (1.8% were observed among 504 pregnants. The risk factors associated were a mean age of 24.6 years, Caucasian ethnicity and low level of schooling. The presence of uterine activity was an important signof infection, in addition to tachycardia and fever in the mother. Chorioamnionitis was associated to pelvic/transversal fetal presentation, meconial/sanguinous amniotic fluid, low birth

  13. Fatores de risco para lesão renal aguda em pacientes com trauma grave e seus efeitos na mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luciano Baitello

    2013-06-01

    Full Text Available Os estudos que relacionaram lesão renal aguda (LRA e trauma surgiram durante a Segunda Guerra Mundial e, desde então, tem havido progressiva evolução dos cuidados para a prevenção da LRA. Entretanto, a determinação dos fatores de risco para o desenvolvimento de LRA pós-trauma permanece crucial e pode ajudar a reduzir esta complicação. OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo identificar os fatores de risco para o desenvolvimento de LRA em pacientes com trauma grave e sua influência na mortalidade. Trata-se de um estudo retrospectivo com 75 pacientes incluídos por apresentarem trauma grave; seis foram excluídos por terem chegado ao hospital sem condições de ressuscitação. MÉTODO: As variáveis estudadas foram: idade, sexo, gravidade do trauma de acordo com Injury Severity Score (ISS e Escala de Coma de Glasgow (ECG, mecanismo de trauma, pressão arterial média na admissão, reposição volêmica nas primeiras 24h, níveis séricos de creatinina, uso de antibióticos nefrotóxicos, tempo de internação, necessidade de internação em UTI e mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de LRA em traumatizados graves foi de 17,3%, sendo que os fatores associados à IRA nessa amostra foram TCE, ECG < 10. A mortalidade, o tempo de internação e a necessidade de UTI foram significativamente maiores nos pacientes que desenvolveram LRA. CONCLUSÕES: A identificação desses fatores de risco é de suma importância para a formulação de estratégias de atendimento aos pacientes vítimas de trauma grave, visando à prevenção da lesão renal aguda e da elevada mortalidade.

  14. Indicadores de risco para tentativa de suicídio por envenenamento: um estudo caso-controle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cláudia da Cruz Pires

    2015-09-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Considerando o envenenamento como o método mais utilizado para a tentativa de suicídio e a escassez de evidências nacionais sobre o tema, investigamos alguns possíveis indicadores de risco nesse tipo de tentativa. Métodos Estudo do tipo caso-controle em uma emergência geral de um hospital público, na cidade do Recife com 220 indivíduos, distribuídos em dois grupos de 110 pacientes cada, que estavam em tratamento, sendo o grupo casos os sobreviventes de tentativa de suicídio por envenenamento e os controles, sem história de intoxicação/envenenamento nem tentativa de suicídio, pareados por gênero e idade. Resultados O gênero feminino predominou na amostra (70,9%, com idade média de 29 anos; 73% declararam etnia branca ou morena; menos da metade vivia em convívio marital; a maioria tinha religião; ambos tinham poucos anos de estudo. Houve diferença significativa (p = 0,003 para dependência financeira entre os grupos, com chance 2,25 vezes maior para tentar suicídio entre os casos. Ter sofrido fatos traumáticos e abuso sexual na infância revelou diferença significativa. Conclusões Foram considerados indicadores de risco no grupo caso: estar em dependência financeira de terceiros, ter sofrido abuso sexual na infância, ideação suicida, histórico de transtorno mental na família, possuir algum transtorno mental e, principalmente, comorbidade(s psiquiátrica(s. No modelo de regressão, foi possível estimar uma chance de tentativa de suicídio por envenenamento de até 94,0% na presença conjunta de quatro fatores. A pesquisa representa uma das primeiras iniciativas para ampliação das discussões sobre os fatores de risco para tentativa de suicídio em âmbito nacional.

  15. Alimentação, risco cardiovascular e nível de atividade física em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina De Lima Sumini

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar os valores de consumo alimentar para risco cardiovascular, a prevalência de sobrepeso e obesidade, e o nível de atividade física em adolescentes de um colégio estadual na cidade de Curitiba-PR. Métodos: Estudo descritivo transversal com análise quantitativa dos dados, realizada com adolescentes do ensino fundamental, com idade entre 11 a 15 anos. Os dados foram coletados por meio da avaliação de IMC, questionário nível de atividade física (IPAQ e de alimentos relacionados ao risco cardiovascular. Resultados: Avaliou-se 24 adolescentes, com média de idade de 12,75 (±1,70. Em relação ao IMC dos adolescentes, apenas 12,5 % (n=3 apresentaram sobrepeso. Quanto ao nível de atividade física, 41,66% (n=10 foram classificados como irregularmente ativos e 20,83% (n=5 como sedentários. Relativo aos alimentos consumidos ligados ao risco de doenças cardiovasculares, 75% (n=18 apresenta consumo excessivo destes alimentos. Conclusão: Portanto, programas para intensificar ações para promoção de hábitos alimentares saudáveis e prática de atividade física são fundamentais. ABSTRACT Food, cardiovascular risk and level of physical activity in teenagers Objective: To determine the values of food consumption for cardiovascular risk, the prevalence of overweight and obesity, and the level of physical activity in adolescents from a state school in the city of Curitiba-PR. Methods: Cross-sectional study with quantitative data analysis, carried out with adolescents of elementary school, aged 11 to 15 years. Data were collected through the evaluation of BMI, physical activity questionnaire (IPAQ and food-related cardiovascular risk. Results: We evaluated 24 adolescents with a mean age of 12.75 (± 1.70. Regarding BMI of adolescents, only 12.5% (n = 3 were overweight. The level of physical activity, 41.66% (n = 10 were classified as irregularly active and 20.83% (n = 5 as sedentary. Relating to food consumed linked to the

  16. Análise do risco do escorregamento epifisário femoral proximal contralateral pelo escore de Oxford modificado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jamil Faissal Soni

    2015-10-01

    Full Text Available r e s u m o Objetivo: Determinar a aplicacão do escore de Oxford modificado em pacientes com escorre gamento epifisário femoral proximal (EEFP no auxílio da indicacão do tratamento cirúrgico profilático dos quadris contralaterais. Métodos: Análise retrospectiva dos prontuários dos pacientes atendidos na instituicão na qual os autores trabalham. Foram selecionados aqueles com um tempo de seguimento mínimo de dois anos, atendidos de 2008 até 2011, que apresentaram EEPF unilateral. Os cri térios de exclusão foram pacientes com doenca endócrina ou metabólica, síndrome de Down e aqueles com radiografias inadequadas para determinar a pontuacão no escore de Oxford modificado. As radiografias iniciais receberam uma pontuacão que varia de 16 a 26. A aná lise estatística foi usada para determinar se a pontuacão foi preditiva do desenvolvimento futuro de deslizamento contralateral. Resultados: Dos 15 pacientes selecionados com EEFP unilateral, cinco (33,3% evoluíram para o escorregamento contralateral. Os pacientes foram divididos em dois grupos, qua tro pacientes foram considerados de risco e desses três desenvolveram o escorregamento contralateral. No grupo sem risco havia 11 pacientes, dois evoluíram para o escorregamento contralateral. Nota-se assim uma tendência de que pacientes do grupo que desenvolveu a doenca difiram do grupo que não desenvolveu em relacão à classificacão de risco. Conclusão: Apesar de na nossa amostra a aplicacão do escore de Oxford modificado não ter sido estatisticamente significativa, notamos uma tendência para o escorregamento contra lateral nos quadris com escore baixo.

  17. Sintomas de doenças sexualmente transmissíveis em adultos: prevalência e fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carret Maria Laura Vidal

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a prevalência de sintomas de doenças sexualmente transmissíveis (DST e seus fatores de risco em uma população adulta. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional. A amostra foi constituída de adultos com 20 anos ou mais de idade, da zona urbana de Pelotas, RS. Utilizou-se questionário auto-aplicado para obtenção de informações de comportamento sexual e de sintomatologia para DST. A análise ajustada foi realizada por regressão logística. RESULTADOS: A prevalência de sintomas de DST foi de 13,5%. Pessoas do sexo feminino, mais jovens e cor não branca, bem como aquelas que não usaram preservativo na última relação sexual e que tiveram maior número de parceiros apresentaram maior risco para DST. Após estratificar por sexo, idade precoce de iniciação sexual e prática de sexo anal, as DST mostraram-se associadas com o desfecho apenas para os homens, e a menor escolaridade mostrou-se associada com o desfecho apenas para as mulheres. CONCLUSÕES: Este estudo mostrou uma prevalência importante de sintomas de DST. Levando-se em conta que muitas DST são assintomáticas e casos sintomáticos freqüentemente não são percebidos como patológicos pelos doentes e/ou não são diagnosticados pelos serviços, considera-se que o problema é ainda maior. Os resultados contribuíram também para aprofundar a discussão sobre o fato de viver com companheiro sexual não ser fator de proteção para a presença de sintomas dessas doenças e indicaram diferenças nos fatores de risco entre os sexos, sendo necessário considerar estas peculiaridades na abordagem deste assunto.

  18. Sintomas de doenças sexualmente transmissíveis em adultos: prevalência e fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Laura Vidal Carret

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a prevalência de sintomas de doenças sexualmente transmissíveis (DST e seus fatores de risco em uma população adulta. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional. A amostra foi constituída de adultos com 20 anos ou mais de idade, da zona urbana de Pelotas, RS. Utilizou-se questionário auto-aplicado para obtenção de informações de comportamento sexual e de sintomatologia para DST. A análise ajustada foi realizada por regressão logística. RESULTADOS: A prevalência de sintomas de DST foi de 13,5%. Pessoas do sexo feminino, mais jovens e cor não branca, bem como aquelas que não usaram preservativo na última relação sexual e que tiveram maior número de parceiros apresentaram maior risco para DST. Após estratificar por sexo, idade precoce de iniciação sexual e prática de sexo anal, as DST mostraram-se associadas com o desfecho apenas para os homens, e a menor escolaridade mostrou-se associada com o desfecho apenas para as mulheres. CONCLUSÕES: Este estudo mostrou uma prevalência importante de sintomas de DST. Levando-se em conta que muitas DST são assintomáticas e casos sintomáticos freqüentemente não são percebidos como patológicos pelos doentes e/ou não são diagnosticados pelos serviços, considera-se que o problema é ainda maior. Os resultados contribuíram também para aprofundar a discussão sobre o fato de viver com companheiro sexual não ser fator de proteção para a presença de sintomas dessas doenças e indicaram diferenças nos fatores de risco entre os sexos, sendo necessário considerar estas peculiaridades na abordagem deste assunto.

  19. Estimativa do risco de infecção tuberculosa em populações vacinadas pelo BCG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arantes Gilberto Ribeiro

    1992-01-01

    Full Text Available A revacinação de escolares com BCG, capaz de restaurar a alergia remanescente de vacinação realizada nos primeiros meses de vida, porém incapaz de modificar a alergia devida à infecção pelo M. tuberculosis, possibilitaria a quantificação da parcela dessa população infectada pelo bacilo de Koch. Foi desenvolvida pesquisa com o objetivo de avaliar a aplicabilidade desses pressupostos na estimativa do risco de infecção tuberculosa em áreas sob elevada cobertura com BCG. A população de estudo foi constituída por escolares com 6 a 9 anos de idade freqüentando escolas municipais da zona leste da cidade de São Paulo, durante o primeiro semestre letivo de 1988. De 11.455 vacinados, apenas 7.470 foram submetidos ao teste tuberculínico, revacinados em seguida e retestados dez semanas depois. Destes, 3.314 tinham sido vacinados no primeiro trimestre de vida com meia dose e os demais 4.156 receberam dose plena acima dessa idade (75% no primeiro ano de vida, 20% no segundo e 5% no terceiro. A contagem dos infectados, pelo confronto dos resultados pré e pós vacinais em tabelas de correlação, foi realizada segundo os critérios do método original e modificação introduzida pelos autores, separadamente para os vacinados no primeiro trimestre de vida e após essa idade. O risco de infecção foi, respectivamente, 0,35% e 0,37% com o critério original e 0,45% e 0,49% com o modificado. O referencial médio disponível para a área estudada, estimado por outros métodos, foi 0,55%. As diferenças entre critérios e idades e destes com o referencial não foram significantes (P > 0,05. Os resultados sugerem que o método é aplicável para a estimativa do risco de infecção tuberculosa na idade escolar, em vacinados com BCG no primeiro ano de vida, com dose plena de vacina.

  20. Estimativa do risco de infecção tuberculosa em populações vacinadas pelo BCG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilberto Ribeiro Arantes

    1992-04-01

    Full Text Available A revacinação de escolares com BCG, capaz de restaurar a alergia remanescente de vacinação realizada nos primeiros meses de vida, porém incapaz de modificar a alergia devida à infecção pelo M. tuberculosis, possibilitaria a quantificação da parcela dessa população infectada pelo bacilo de Koch. Foi desenvolvida pesquisa com o objetivo de avaliar a aplicabilidade desses pressupostos na estimativa do risco de infecção tuberculosa em áreas sob elevada cobertura com BCG. A população de estudo foi constituída por escolares com 6 a 9 anos de idade freqüentando escolas municipais da zona leste da cidade de São Paulo, durante o primeiro semestre letivo de 1988. De 11.455 vacinados, apenas 7.470 foram submetidos ao teste tuberculínico, revacinados em seguida e retestados dez semanas depois. Destes, 3.314 tinham sido vacinados no primeiro trimestre de vida com meia dose e os demais 4.156 receberam dose plena acima dessa idade (75% no primeiro ano de vida, 20% no segundo e 5% no terceiro. A contagem dos infectados, pelo confronto dos resultados pré e pós vacinais em tabelas de correlação, foi realizada segundo os critérios do método original e modificação introduzida pelos autores, separadamente para os vacinados no primeiro trimestre de vida e após essa idade. O risco de infecção foi, respectivamente, 0,35% e 0,37% com o critério original e 0,45% e 0,49% com o modificado. O referencial médio disponível para a área estudada, estimado por outros métodos, foi 0,55%. As diferenças entre critérios e idades e destes com o referencial não foram significantes (P > 0,05. Os resultados sugerem que o método é aplicável para a estimativa do risco de infecção tuberculosa na idade escolar, em vacinados com BCG no primeiro ano de vida, com dose plena de vacina.

  1. Aplicação de índice comparativo na avaliação do risco de degradação das terras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. B. L. Ranieri

    1998-12-01

    Full Text Available A determinação do risco de degradação das terras em uma microbacia hidrográfica constitui importante subsídio para o planejamento agrícola e ambiental. A tendência atual é que as informações necessárias para a avaliação das terras sejam compatíveis com técnicas de geoprocessamento e tratadas de forma menos subjetiva. Todavia, critérios ou parâmetros que avaliem quantitativamente o risco de degradação das terras e que sejam compatíveis com a escala de microbacia hidrográfica e aplicáveis por meio de Sistemas de Informação Geográfica (SIGs ainda precisam ser mais bem definidos. O objetivo deste trabalho, realizado no segundo semestre de 1996, foi elaborar um método de avaliação comparativa do risco de degradação das terras na bacia hidrográfica dos Marins (Piracicaba, SP, sob diferentes cenários de uso, utilizando SIG. Os mapas de risco de degradação foram gerados com base em matrizes de decisão para os seguintes cenários de uso: (a sem cobertura vegetal; (b uso atual da terra; (c uso único; (d uso redistribuído; (e uso planejado. Os resultados foram comparados por um índice denominado "Índice Ponderado de Risco de Degradação (IP D". Por meio desse índice foi possível comparar quantitativamente o risco de degradação para os cenários de uso propostos. Os resultados mostraram que a tentativa de alterar apenas a distribuição espacial dos usos da terra não foi suficiente para diminuir o risco de degradação final da área, caracterizando, assim, a superutilização das terras da microbacia. Para diminuir os impactos causados por essa superutilização, faz-se necessária a definição de critérios de restrição de ocupação que conciliem áreas de maior suscetibilidade à erosão com usos que ofereçam maior proteção ao solo, levando à diminuição da área ocupada com culturas anuais e semiperenes.

  2. Portfolio de produção agropecuária e gestão de riscos de mercado nas cooperativas do agronegócio paranaense

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilmar Rodrigues Moreira

    2011-12-01

    Full Text Available Neste artigo, apresentam-se uma avaliação da prática da gestão dos riscos de mercado pelas cooperativas do Paraná (Brasil e um estudo do portfolio de produção agropecuária desse estado considerando a relação retorno-risco. Usando a análise E-V do modelo de Markowitz, foi definida uma fronteira de eficiência em que foi possível verificar quais seriam as mudanças necessárias no portfolio visando à eficiência econômica (definida aqui como o trade-off entre retorno e risco. Por meio de questionários e entrevistas, foi avaliada a disposição das cooperativas em incentivar tais mudanças em seus portfolios e na produção de seus cooperados. Também foi possível avaliar qual o grau de importância atribuído a fontes de risco de mercado e qual o grau de relevância de um conjunto de estratégias passíveis de serem adotadas para lidar com esses riscos. O objetivo geral foi avaliar quais seriam as possíveis influências que as cooperativas poderiam exercer nas alterações das preferências de produção visando à melhoria da relação retorno-risco. Verificou-se que os principais motivos que influenciam as decisões sobre produção estão relacionados a aspectos econômicos e racionais, como foco estratégico da cooperativa e resistências dos cooperados. Os motivos relacionados a aspectos políticos ou sociais, inerentes às características organizacionais das cooperativas, não exercem influência significativa nas decisões sobre diversificação como instrumento para a gestão dos riscos de mercado no contexto paranaense.

  3. Análise dos fatores de risco anteparto para ocorrência de cesárea Analysis of the risk factors for cesarean section

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Angélica Leite de Carvalho Silva

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: criar um modelo preditivo para ocorrência de cesárea na Maternidade Professor Monteiro de Morais após avaliação dos fatores de risco anteparto das gestantes que pariram no período de 1 de setembro de 1999 a 31 de agosto de 2000, e posteriormente verificar a eficiência do serviço na indicação de cesárea. MÉTODOS: foi realizado estudo longitudinal, do tipo caso-controle com 3626 gestantes, no qual se verificou quais os fatores anteparto foram considerados de risco para cesárea, no período de 1 de setembro de 1999 a 31 de agosto de 2000. Posteriormente, criou-se modelo preditivo ideal, o qual permitiu quantificar o risco de cesárea para cada paciente na presença de um ou mais fatores de risco. A seguir, aplicou-se o modelo à amostra do estudo a fim de verificar o grau de concordância entre o risco previsto de cesárea e a realização do ato cirúrgico, ou seja, a eficácia na indicação de cesariana. RESULTADOS: aplicando-se o modelo preditivo na amostra, verificou-se que na ausência dos fatores de riscos anteparto, o risco basal de cesárea foi de 15,2%. O grau de concordância entre o previsto pelo modelo logístico e a ocorrência de cesárea foi de 86,6%. CONCLUSÕES: o modelo logístico permitiu identificar o risco basal de cesárea e quantificar a probabilidade de cesárea a partir da introdução do fator de risco. O modelo pode ser considerado útil e eficaz, uma vez que houve concordância entre o acerto e o previsto em 86,6% para cesariana, e 53,6% das pacientes submetidas ao parto normal, de fato, não tinham fator de risco para cesárea.PURPOSE: to create a predictive model for cesarean section at the "Professor Monteiro de Morais Maternity" after evaluation of antepartum risk factors of the pregnant women who delivered from September 1, 1999 to August 31, 2000, and then, to verify the efficacy of indication for cesarean section. METHODS: a longitudinal, case control study with 3.626 pregnant women was

  4. Fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros: estudo transversal de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Casado Costa

    2012-06-01

    Full Text Available No Brasil, devido às mudanças nos perfis demográfico, epidemiológico e nutricional da população, as doenças infecciosas vêm cedendo lugar às crônicodegenerativas. Em face da grande heterogeneidade demográfica, social e econômica do país, são exigidas ações de saúde pública que sejam direcionadas às realidades locais. Com o objetivo de identificar os fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros, foi realizado um inquérito domiciliar, entre junho de 2002 e outubro de 2005, em amostra representativa de 18 capitais brasileiras. As prevalências dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis foram: excesso de peso; atividade física irregular ou sedentarismo;consumo de cigarros; consumo de álcool de risco; hipertensão arterial referida; diabetes referida; e hipercolesterolemia referida. A ausência de fatores de risco foi observada em apenas 8,5% da população entrevistada. Conclui-se que a alta prevalência de exposição a pelo menos um dos fatores de risco estudados evidencia que as ações em saúde devem ser multifatoriais e não dirigidas somente a um fator isolado.

  5. A inquietante noção de risco: dissenso, dissonância e o fazer sentido para aprendizagem com estudantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walter S. Gershon

    2017-12-01

    Full Text Available Este artigo problematiza a produção de estudantes em risco. Utilizando a discussão de Rancière sobre dissenso, o autor argumenta que o que está em risco não são os estudantes, mas as noções contemporâneas de senso comum sobre escola. Partindo desta perspectiva, os jeitos de conhecer e de ser dos estudantes rotulados como em risco provocam a descontinuidade nas ideias e ideais sobre o propósito e função da educação escolar. Para criar este argumento, o autor conecta Rancière e outras discussões sobre a importância do dissenso para questionar a produção de sentidos, os perigos da ressonância no consenso e nas possibilidades de dissonância no dissenso. Essas declarações são ainda seguidamente complicadas pela afirmação de que a educação é um esforço necessariamente arriscado e que todos os estudantes devem reconhecer-se em risco de aprender. O entendimento de que todos os estudantes estão em risco é significativo pois fornece simultaneamente um espaço para as constelações complexas de identidade dos estudantes serem negociadas com dignidade em experiências de aprendizagem e cria um contexto menos punitivo em que as diferenças são menos propensas a serem conceituadas como déficit.

  6. Os testes de equilíbrio Alcance Funcional e “Timed Up and Go” e o risco de quedas em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Paula Silva Campos

    2014-03-01

    Full Text Available O risco de quedas aumenta com o envelhecimento, tornando-se problema de saúde pública. O estudo atual teve como objetivo identificar os fatores de risco de quedas em indivíduos idosos e analisar se os testes de equilíbrio, Teste de Alcance Funcional (TAF e “Timed Up and Go” (TUG, identificam aqueles com maior susceptibilidade a cair. Realizou-se estudo prospectivo, transversal e observacional, com 155 idosos (≥60 anos, sendo 131 mulheres e 24 homens, atendidos em hospital público de Brasília (DF. Estes idosos foram divididos em dois grupos: grupo 1, com os que referiram queda nos últimos 12 meses; e grupo 2, com aqueles que negaram queda no mesmo período. Foram aplicados, além de um questionário para identificar os fatores de risco de quedas, dois testes para avaliar o equilíbrio (TAF e TUG. A idade média dos idosos estudados foi de 70,65 ± 7,52 anos, sendo que 38,7% deles relataram queda nos últimos 12 meses. A incidência de quedas foi significativamente maior no sexo feminino, nos que relataram medo de queda e nos que usavam polifarmácia. Na análise multivariada, a polifarmácia foi o único fator de risco independente associado ao evento quedas. Os testes de equilíbrio TAF e TUG não se correlacionaram significativamente com a ocorrência de quedas. Concluiu-se que a polifarmácia foi o único fator de risco independente associado a quedas, e que os testes de equilíbrio TAF e TUG não identificaram os idosos com maior susceptibilidade a cair.

  7. Diagnóstico participativo socioambiental e de riscos à saúde das comunidades do entorno do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela de Abreu Moniz

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi diagnosticar os problemas socioambientais prioritários e os riscos à saúde das comunidades do entorno do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro. De abordagem participativa, a pesquisa-ação conduziu a aplicação de entrevistas, grupos focais, reuniões e oficina com atores sociais de Porto das Caixas e Sambaetiba, localizados em Itaboraí/RJ, no período de novembro de 2013 a dezembro de 2014. Uma análise estrutural dos problemas priorizados pelas comunidades (oferta de água, tratamento de esgoto e risco de doenças transmissíveis; risco de poluição do ar e doenças respiratórias; ausência de segurança pública e risco de violência esquematizou a relação causa-efeito-intervenção, com base no Protocolo para Avaliação Comunitária de Excelência em Saúde Ambiental. O processo revelou ausência de representatividade dos atores sociais das localidades estudadas em espaços decisórios sobre a problemática ambiental. Urgem ações educativas com profissionais e moradores que visem a favorecer a constituição de movimentos coletivos, indispensáveis à garantia dos direitos de mitigação das situações de contaminação do ar e de acesso aos serviços de saneamento e de segurança pública e de condições de menor risco à saúde.

  8. Rede FIBRA-RJ: fragilidade e risco de hospitalização em idosos da cidade do Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariangela Perez

    2013-07-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi determinar o perfil de risco e fatores associados à fragilidade em idosos da comunidade. A população-fonte constituiu-se de indivíduos com 65 anos ou mais, residentes nos bairros da zona norte da cidade do Rio de Janeiro, Brasil, e clientes de uma operadora de saúde. O estudo foi transversal, na linha de base de uma coorte, com amostra estratificada por sexo e idade, composta por 764 indivíduos. Para a estratificação de risco, utilizou-se o instrumento de rastreio probabilidade de internações repetidas (PIR. A análise de regressão logística foi realizada para estudar a associação entre a PIR e um conjunto de variáveis sociodemográficas, de estado de saúde, funcionais e cognitivas, após a análise bivariada. Encontraram-se 6,7% de idosos com alto risco de internação. Associaram-se ao risco de internação câncer, quedas, doença pulmonar obstrutiva crônica e medicamentos usados, bem como as seguintes condições: receber visita de profissional da saúde, ter estado acamado no domicílio, morar só e praticar as atividades de vida diária. O instrumento parece ser útil na estratificação de risco dos idosos.

  9. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade, comorbidades e situações de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo C. Reinhardt

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH apresenta alta prevalência, e seus sintomas apresentam-se frequentemente como um problema de saúde pública considerável. Assim, o objetivo desta revisão é verificar estas situações de urgência provocadas por determinadas comorbidades, ou por expor o paciente a um maior risco de acidentes. FONTE DOS DADOS: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica na base de dados PubMed entre os anos de 1992 e 2012, utilizando os descritores "adhd", "urgency", "comorbidity", "substance disorder", "alcohol", "eating disorder", "suicide", "trauma", "abuse", "crime", "internet", "videogame", "bullying", e suas combinações. A seleção dos artigos considerou aqueles mais relevantes de acordo com a abrangência do tema proposto, de forma não sistemática. SíNTESE DOS DADOS: Foram encontradas diversas situações em que o TDAH é o diagnóstico psiquiátrico mais relevante em relação à urgência, como risco de acidentes, risco de suicídio e adição, exposição à violência ou risco de abuso de internet ou abuso sexual; ou então o TDAH é a comorbidade mais prevalente e está igualmente correlacionada à urgência, como no transtorno de humor bipolar e nos transtornos alimentares. CONCLUSÕES: Nossos resultados mostram diversas comorbidades e situações de risco envolvendo o diagnóstico de TDAH e, assim, reforçam a importância de serem reconhecidas para um tratamento adequado deste transtorno.

  10. Avaliação dos riscos de queda de pacientes em uso de medicamentos prescritos em hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Justus Buhrer Ferreira Neto

    2015-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: estratificar medicamentos prescritos em escala de risco de queda, identificando subgrupos de medicamentos e unidades de internação com maior risco de queda. Método: estudo retrospectivo em prescrições de clínica médica, clínica cirúrgica, unidade de terapia intensiva geral. Fatores de risco considerados: 1 hipotensão ortostática; 2 hipotensão arterial; 3 hipertensão arterial; 4 bradicardia; 5 agitação psicomotora; 6 confusão mental; 7 tontura; 8 sonolência/sedação; 9 diminuição da visão; 10 convulsões; 11 atonia/distonia/fraqueza muscular; 12 hipoglicemia; 13 urgência micção e 14 urgência defecação/diarreia. Estabeleceu-se graus de risco: 0: 0 fator; I: 1-2 fatores; II: 3-5 fatores; III: 6-9 fatores e IV: 10-14 fatores. Resultados: foram analisados 3893 medicamentos, estratificados como graus: 0 22,7%; I 33,5%; II 28%; III 15,1%; IV 0,7%. Os graus III e IV referiram-se mais frequentemente a fármacos para distúrbios da acidez gástrica, 22,6%, e psicolépticos, 100%. Conclusão: conhecer fatores de risco associados aos medicamentos pode contribuir para prevenção e diminuição de quedas, sobretudo quando regimes terapêuticos não podem ser modificados.

  11. Fatores de risco para morte fetal no município de Pato Branco (Brasil Factores de riesgo para muerte fetal en el municipio de Pato Branco (Brasil Risk factors for fetal death in the city of Pato Branco (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia de Lima Trindade

    2011-11-01

    Full Text Available Objetivo. Descrever os fatores de risco para mortalidade fetal na cidade de Pato Branco (Brasil. Metodologia. Realizou-se um estudo descritivo, no qual foram analisados os casos de nascidos mortos de 2000 a 2008 na cidade de Pato Branco. A informação foi obtida do Sistema de Informação de Mortalidade. Resultados. Registraram-se 91 mortes fetais no período estudado para uma taxa média de 9.27 por mil nascidos vivos. Os principais fatores de risco de origem maternos foram: placenta prévia (38.5%, hipertensão induzida na gravidez (13.2%, idade de 21 a 30 anos (40.7%, ter três e menos anos de escolaridade (25.7% e a ocupação de dona de casa (34.1%. Para os fetos, o único fator de risco registrado foi o sexo, no que o masculino contribuiu o 52.7% das mortes. Conclusão. Identificaram-se alguns fatores de risco previsíveis que é necessário intervir com o fim de reduzir a mortalidade fetal no município.Objetivo. Describir los factores de riesgo para natimortalidad en la ciudad de Pato Branco (Brasil. Metodología. Se realizó un estudio descriptivo, en el cual fueron analizados los casos de nacidos muertos de 2000 a 2008 en la ciudad de Pato Branco. La información fue obtenida del Sistema de Información de Mortalidad. Resultados. Se registraron 91 muertes fetales en el periodo estudiado para una tasa media de 9.27 por mil nacidos vivos. Los principales factores de riesgo de origen maternos fueron: placenta previa e hipertensión inducida en el embarazo como complicaciones del embarazo (38.5% y 13.2%, edad de 21 a 30 años (40.7%, baja escolaridad (25.7% y como ocupación de ama de casa (34.1%. Para los fetos, el único factor de riesgo registrado fue el sexo: el masculino aportó el 52.7% de las muertes. Conclusión. Se identificaron algunos factores de riesgo prevenibles que merecen intervención con el fin de reducir la natimortalidad en el municipio.Objective. To describe risk factors for fetal mortality in the city of Pato Branco

  12. Risk factors for maternal death in patients with severe preeclampsia and eclampsia Fatores de risco para morte materna em pacientes com pré-eclâmpsia grave/ eclâmpsia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melania Maria Ramos de Amorim

    2001-12-01

    Full Text Available OBJECTIVES: to determine the principal death causes in patients with severe preeclampsia/eclampsia and identify related risk factors. METHODS: a case-control study was performed comprising all cases of maternal death (n = 20 in patients with severe preeclampsia or eclampsia (n = 2.541. 80 controls (survivors were randomly selected. The odds ratio and an estimate of maternal death relative risk were determined, and a multiple logistic regression analysis performed to determine the adjusted odds ratio. RESULTS: the basic causes for death were: acute pulmonary edema, disseminated intravascular coagulopathy, hemorrhagic shock, pulmonary embolism, acute renal failure, sepsis and three cases of undetermined causes of death. The principal risk factors were: age > 25 years old, multiparity, gestational age 110mmHg, convulsions, chronic systemic arterial hypertension, HELLP syndrome, pulmonary edema, normally inserted abruptio placenta, disseminated intravascular coagulation, acute renal failure. Variables persistently related to maternal death were: HELLP syndrome, eclampsia, acute pulmonary edema, eclampsia, chronic hypertension and lack of prenatal care. CONCLUSIONS: the principal risk factors for death in women with preeclampsia/eclampsia are the lack of prenatal care, associated to chronic hypertension, HELLP syndrome, eclampsia and acute pulmonary edema.OBJETIVOS: determinar as principais causas de óbito em pacientes com pré-eclâmpsia grave/eclâmpsia e identificar os fatores de risco associados. MÉTODOS: realizou-se um estudo de caso-controle, com todos os casos de morte materna (n = 20 em pacientes com pré-eclâmpsia grave ou eclâmpsia (n = 2.541. Selecionaram-se aleatoriamente 80 controles (sobreviventes. Determinou-se o odds ratio como estimativa do risco relativo de morte materna, realizando-se análise de regressão logística múltipla para determinação do odds ratio ajustado. RESULTADOS: as causas básicas de óbito foram: edema

  13. Monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas por entrevistas telefônicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monteiro Carlos Augusto

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever métodos e resultados iniciais de sistema de monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis por meio de entrevistas telefônicas. MÉTODOS: Estudou-se amostra probabilística (n=2.122 da população adulta do Município de São Paulo residente em domicílios conectados à rede de telefonia fixa, com amostragem realizada em duas etapas: sorteio de linhas telefônicas e sorteio do morador do domicílio a ser entrevistado. Foi aplicado questionário para investigar características demográficas e socioeconômicas, padrão de alimentação e de atividade física, consumo de cigarros e de bebidas alcoólicas, peso e altura recordados e auto-referência a diagnóstico médico de hipertensão arterial e diabetes, entre outros quesitos. Foram calculadas estimativas sobre a prevalência de fatores de risco selecionados para doenças crônicas não transmissíveis para a população adulta com telefone e para a população adulta total do município. Neste último caso, população total, foram aplicados à amostra fatores de ponderação que levaram em conta diferenças demográficas e socioeconômicas entre a população com telefone e a população total do município. RESULTADOS: Foram observadas diferenças substanciais entre os sexos quanto à freqüência da maioria dos fatores de risco estudados, sendo significativamente mais freqüentes em homens o consumo insuficiente de frutas e hortaliças, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o excesso de peso; e nas mulheres foram mais freqüentes o sedentarismo e a hipertensão. Possibilidades adicionais de estratificação da prevalência de fatores de risco permitidas pelo sistema de monitoramento foram ilustradas a partir de exemplos abrangendo faixa etária, nível de escolaridade e área de residência na cidade dos entrevistados. CONCLUSÕES: O desempenho do sistema de monitoramento, avaliado a partir da representatividade e confiabilidade

  14. Direito à saúde: o Sistema Único de Saúde (SUS) está em risco?

    OpenAIRE

    Campos, Gastão Wagner de Sousa; Bedrikow, Rubens; Santos, Júlia Amorim; Terra, Lilian Soares Vidal; Fernandes, Juliana Azevedo; Borges, Fabiano Tonaco

    2016-01-01

    O coletivo de Estudos e Apoio Paideia propôs o seminário “Direito à Saúde: o SUS está em risco?” para ampliar o debate com os atores sociais sobre os impasses atuais do Sistema Único de Saúde (SUS) e os caminhos possíveis para a concretização do direito à saúde. Os participantes apresentaram propostas concretas que nos guiam para uma maior participação política e aprofundamento da democracia no SUS. The Paideia Collective of Research Support proposed the seminar “Right to Health Care: Is t...

  15. Percepção do consumidor frente aos riscos associados aos alimentos, sua segurança e rastreabilidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cunha de Andrade

    2013-09-01

    Full Text Available Nas últimas décadas, tem-se observado um crescente interesse dos consumidores pelas questões relacionadas à segurança dos alimentos. Os governos têm sido pressionados a adotar medidas que assegurem a inocuidade dos alimentos e, consequentemente, legislações rigorosas quanto à contaminação dos alimentos por agentes físicos, químicos e microbiológicos estão sendo implantadas. Dentro desse panorama, conhecer a percepção do consumidor brasileiro sobre o tema é extremamente relevante. No presente estudo, avaliaram-se, em duas grandes cidades brasileiras (Campinas-SP e Rio de Janeiro-RJ, os critérios utilizados por consumidores para a compra de produtos alimentícios e suas visões sobre os riscos potenciais de contaminação dos alimentos. Avaliou-se também a percepção dos consumidores sobre a rastreabilidade e seu papel na melhoria da segurança dos alimentos, utilizando-se a metodologia focus group. Três sessões de discussão foram conduzidas (duas em Campinas e uma no Rio de Janeiro, tendo sido observadas diferenças entre os consumidores das distintas praças. Os consumidores de Campinas mostraram-se mais preocupados e interessados no assunto do que os do Rio de Janeiro, pois relataram buscar mais informações nos rótulos de alimentos. Menções relacionadas a riscos, como intoxicação alimentar, botulismo e agrotóxicos foram comuns para os entrevistados das duas cidades e, entre os principais produtos considerados com risco à saúde, ficaram as carnes e os frutos do mar, sendo estes últimos com maior ênfase no Rio de Janeiro. Dentre os produtos reconhecidos como seguros, destacaram-se as frutas (produzidas sem agrotóxicos, os legumes e os produtos secos/desidratados. Em todos os grupos, observou-se grande preocupação com a contaminação por agrotóxicos e metais pesados. Em termos microbiológicos, ambas as praças destacaram os riscos com bactérias, especialmente a Salmonella. O tema rastreabilidade se

  16. Fatores de risco para remoção neonatal da Casa de Parto de Sapopemba - São Paulo.

    OpenAIRE

    Marcia Duarte Koiffman

    2006-01-01

    A Casa do Parto de Sapopemba (CPS) é uma unidade autônoma, isolada do hospital, integrada ao Sistema Único de Saúde. Atende mulheres com gestação de baixo risco e a assistência é prestada exclusivamente por obstetrizes e enfermeiras obstétricas. Este modelo tem sido criticado em relação à segurança para a mulher e recém-nascido. A literatura aponta menos intervenções desnecessárias e maiores níveis de satisfação das mulheres atendidas em casas de parto. No Brasil existem poucos estudos sobre ...

  17. Da proteção ao risco: configurações da violência intrafamiliar na juventude paraense

    OpenAIRE

    Maia, Rosely Cardoso; Silva, Lúcia Isabel da Conceição; Nunes, Tatiene Germano Reis; da Silva, Kátia Mesquita

    2017-01-01

    RESUMO: Este estudo investigou a violência intrafamiliar como fator de risco no desenvolvimento dos jovens, identifcando os principais agressores e os tipos de violência. Participaram 658 jovens de 13 a 24 anos, de ambos os sexos, que cursavam entre a 7ª série do Ensino Fundamental e o 3º ano do Ensino Médio de 10 escolas públicas de Belém. As violências verbais e físicas foram as mais identifcadas. Mãe e pai apareceram como principais perpetradores da violência física, madrastas e avós da vi...

  18. Reutilització de l'oli de fregir a domicilis particulars: productes secundaris i riscos associats

    OpenAIRE

    Abenza Castejón, Cleia

    2017-01-01

    La reutilització de l'oli per a fregir aliments és un procés comú tant en la indústria de restauració com a cuines particulars, però el seu ús inadequat, pot comportar riscos en la seguretat alimentària. Durant el procés d'escalfament d'un oli, la seva composició varia, es generen compostos polars que passen a l'aliment i per tant, s'acaben ingerint. La finalitat d'aquest treball ha sigut obtenir una visió general de les pràctiques alimentàries que segueixen els usuaris de domicilis particula...

  19. Fatores de risco para diárreia persistente em lactentes Risk factors to persistent diarrhea in infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Graças Moura Lins

    2003-12-01

    Full Text Available RACIONAL: A diarréia persistente é uma doença multicausal. A análise do risco para o prolongamento do quadro diarréico envolve variáveis ambientais, biológicas e do manejo clínico. OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a diarréia persistente em crianças hospitalizadas na fase aguda do quadro diarréico. PACIENTES E MÉTODOS: O estudo foi do tipo caso-controle. A amostra consistiu de 216 crianças menores de 24 meses hospitalizadas por diarréia de início abrupto, no Instituto Materno-Infantil de Pernambuco, Recife, PE. O grupo de casos incluiu as crianças com diarréia persistente e o de controles aquelas com diarréia aguda. Foram analisadas variáveis socioeconômicas, biológicas, de morbidade anterior, clínicas e do manejo terapêutico prévio à admissão. Utilizou-se o odds ratio não ajustado e ajustado, com seus respectivos intervalos de confiança de 95%, observando-se o nível de significância de 5%. A análise multivariada foi feita através de regressão logística. RESULTADOS: O risco de persistência da diarréia foi maior nas crianças com: disenteria, febre no início do quadro, dieta suspensa e uso de antibiótico à admissão hospitalar. O risco de diarréia persistente foi cerca de três vezes maior para crianças sem geladeira no domicílio e que apresentavam hiperemia perianal ao exame físico na admissão hospitalar, sendo estas as variáveis que apresentaram significância estatística após o ajuste para fatores de confusão. CONCLUSÕES: A melhoria das condições ambientais e o manejo adequado e individualizado da criança hospitalizada por diarréia pode contribuir para a redução da morbidade da doença.BACKGROUND: Persistent diarrhea is a multicausal disease. The analysis of risk factors for persistent diarrhea includes environmental and biological variables as well as therapeutical management. AIM: To identify risk factors for persistent diarrhea among children hospitalized with acute diarrhea

  20. Educação em Saúde Para Gestantes e Bebês de Alto Risco

    OpenAIRE

    Ana Marise Pacheco Andrade de Souza; Rosana Silva dos Santos Schmitt; Anamaria Araujo da Silva; Anna Maria Dalmôninco Moser

    2014-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2014v11n18p108 Este trabalho é um relato de experiência de um programa de extensão intitulado Programa de Atenção à Saúde Materno-Infantil (PAMI), através de seu projeto “Educação em Saúde na Área Materno-Infantil”, realizado junto às gestantes e bebês de alto risco atendidos no Ambulatório Universitário (AU) da Universidade Regional de Blumenau (FURB), localizada no Estado de Santa Catarina. O projeto atua desde 1996, e recebe apoio financeiro da Pró-Re...

  1. Conhecimento sobre fatores de risco para hipertensão arterial sistêmica por discentes do curso de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ayla de Araujo Beserra

    2017-03-01

    Full Text Available Dentre as doenças crônicas não transmissíveis, a hipertensão arterial sistêmica (HAS é o maior problema de saúde social dos países desenvolvidos e em muitos dos emergentes. Nesse sentindo, objetivou-se identificar os fatores de risco dos discentes de enfermagem para o desenvolvimento da HAS em um centro de ensino superior de saúde na cidade de Arcoverde, Pernambuco. Trata-se de um estudo de caráter descritivo e exploratório com abordagem quantitativa. A amostra foi composta por 33 discentes, que cursavam o primeiro e o sexto período do curso superior de enfermagem. As variáveis estudadas foram: identificações, socioeconômicos e comportamentais. Em relação ao gênero, dos alunos consultados, apresentaram-se em maior porcentagem os do gênero feminino, informando que fazem uso de bebida alcoólica e apresentam hábitos saudáveis de alimentação. Evidenciou-se à inatividade física, sendo o fator mais citado dos riscos modificáveis, e os antecedentes familiares e a raça, fatores estes intrínsecos não modificáveis. Quanto ao nível de conhecimento sobre a HAS, nos dois períodos, é caracterizado como insuficiente sobre a doença hipertensiva. Torna-se necessário aprofundar alguns conhecimentos sobre HAS dos estudantes e a implementação de orientações sobre a prática de atividade física como um fator preventivo para HAS.

  2. Fatores de risco cardiovascular e consumo alimentar em cadetes da Academia da Força Aérea Brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Elisabete Hilgenberg

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é investigar a prevalência de fatores de risco cardiovascular e inadequações de consumo alimentar em cadetes da Academia da Força Aérea Brasileira e a associação com sexo e ano de formação. Estudo transversal com 166 cadetes da Academia da Força Aérea Brasileira, em Pirassununga – SP, entre junho e dezembro de 2013. Foram avaliadas medidas antropométricas, parâmetros bioquímicos e clínicos, nível de atividade física, tabagismo e consumo alimentar. Testes de Qui-Quadrado de Pearson ou Exato de Fisher foram utilizados. A prevalência de excesso de peso (IMC >25,0 kg/m2 foi de 29,7% nos homens e de 16,7% nas mulheres. Hipertensão arterial foi prevalente em 15,2% dos homens. Verificou-se hipercolesterolemia em 50,7% dos cadetes; 24,3% apresentaram valores elevados de lipoproteína de baixa densidade e, 11,2%, lipoproteína de alta densidade baixa. Houve associação entre tempo de permanência na Academia e lipoproteína de alta densidade baixa. Observou-se consumo elevado de gorduras saturadas (87,2% e de colesterol (42,7%. A ingestão inadequada de fibras foi verificada em 92,7% da amostra. Observou-se considerável prevalência de fatores de risco cardiovascular entre os cadetes, principalmente hipercolesterolemia e consumo alimentar inadequado.

  3. Avaliação de risco e plasticidade comportamental limitada em girinos de Rhinella ornata (Anura, Bufonidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renan N. Costa

    2014-06-01

    Full Text Available Os girinos de anuros são elementos importantes das redes tróficas de ambientes aquáticos, sendo recurso alimentar de diversos tipos de predadores. Desta maneira, os girinos apresentam uma grande variedade de mecanismos de defesa que podem ser morfológicos, comportamentais e/ou fisiológicos. A impalatabilidade, produzida pelo acúmulo de substâncias tóxicas na pele, é um mecanismo comum em muitas linhagens de anfíbios. No entanto, alguns predadores não são afetados por estas substâncias tóxicas, o que pode favorecer o desenvolvimento de mecanismos alternativos de defesa contra predação. Neste contexto, nosso objetivo foi avaliar se girinos impalatáveis de Rhinella ornata (Spix, 1824, podem apresentar mecanismos comportamentais de defesa contra predação na presença de predadores que não são afetados pelas substâncias tóxicas em sua pele. Para testar nossa hipótese, utilizamos dois tipos de predadores aquáticos: um heteróptero aquático do gênero Belostoma e uma larva de libélula do gênero Aeshna. Os girinos foram colocados em aquários com pistas visuais e químicas dos predadores (experimento de risco direto, somente pistas químicas (experimento de risco indireto e ausência completa de sinais de predadores (controle. Em ambos os casos, o comportamento de natação foi observado durante 5 minutos. Durante os experimentos não houve alteração no comportamento de natação dos girinos.

  4. Risco de câncer associado ao uso de antidepressivos Risk of cancer associated with the use of antidepressants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Silva Bôaventura

    2007-04-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Alguns estudos sugerem que o uso de antidepressivos poderia aumentar o risco de câncer. Este estudo visa realizar uma revisão sobre o tema. MÉTODO: Foi feita uma busca nas bases de dados MEDLINE e LILACS, utilizando como palavras de busca antidepressant, cancer e nomes das diferentes drogas antidepressivas. RESULTADOS: Onze artigos foram selecionados. Foram encontrados seis artigos sugerindo uma associação positiva fraca entre o uso de antidepressivos e o crescimento tumoral e cinco artigos que não sugeriam a associação. Discussão: Os resultados dos estudos com relação ao risco de câncer associado ao uso de antidepressivos são ainda conflitantes. Na maioria dos estudos, a análise multivariada não mostra associação positiva em uso de antidepressivos e câncer, a não ser em casos específicos, como linfoma de Hodgkin.INTRODUCTION: Some studies suggest that the use of antidepressants could increase the risk of cancer. This study aims at performing a review on this subject. METHOD: A search was performed in the MEDLINE and LILACS databases using the keywords antidepressant, cancer and names of varied antidepressant drugs. RESULTS: Eleven articles were selected. Six articles were found suggesting a positive weak association between use of antidepressants and tumoral growth. In five articles this association was not found. DISCUSSION: The results of studies on increased risk of cancer associated with antidepressants are still conflicting. In most studies the multivariate analysis did not show positive association between use of antidepressants and cancer, unless in specific cases, such as Hodgkin's lymphoma.

  5. A globalização dos riscos sociais e os acidentes tecnológicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Areosa

    2016-07-01

    Full Text Available Resumo Os riscos sociais e tecnológicos podem ser compreendidos como uma espécie de antecâmara para a ocorrência de aciden- tes ou de outros eventos indesejados. O debate sobre as múltiplas formas e abordagens ao risco parece que se tornou central nos dias de hoje, apesar de o risco sempre ter acompanhado toda a história da humanidade. Todavia, não sabemos se o mun- do é actualmente mais arriscado do que foi no passado, mas sabemos, por exemplo, que os cidadãos ocidentais têm vindo a aumentar a sua esperança média de vida, que a mortalidade infantil baixou drasticamente e que somos hoje mais saudáveis do que no passado, fruto, por exemplo, do desenvolvimento tecnológico. Apesar de todos os benefícios que a tecnologia nos proporciona são também gerados, paralelamente, novos riscos graves e assustadores. Por exemplo, os nossos antepassados não tiveram de conviver com centrais nucleares, transportes aéreos (aviação, plataformas petrolíferas, engenharia genética e por aí adiante. Este trabalho pretende discutir a ambivalência da tecnologia a partir da noção de risco, incluindo os seus aspectos positivos e negativos. Palavras-chave: Risco, Tecnologia, Acidentes, Incerteza. Resumen Los riesgos tecnológicos y sociales pueden entenderse como una especie de antesala a la ocurrencia de accidentes u otros eventos no deseados. En estos días parece que el debate se ha centrado sobre las múltiples formas y enfoques de riesgo, a pesar de que el riesgo siempre han acompañado la historia de la humanidad. Sin embargo, no sabemos si el mundo es ahora más riesgoso que en el pasado, pero sabemos, por ejemplo, que los ciudadanos occidentales han ido aumentando su esperanza de vida, la mortalidad infantil se ha reducido drásticamente y ahora estamos más saludable que en el pasado, debido, por ejemplo, al desarrollo tecnológico. A pesar de todos los beneficios que ofrece la tecnología tambie

  6. Fatores de risco associados à mastite bovina causada por Prototheca zopfii Risk factors associated with bovine mastitis caused by Prototheca zopfii

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Artioli Machado Yamamura

    2008-06-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo o estudo de fatores de risco associados à mastite bovina causada por Prototheca zopfii. Foram analisadas 13 propriedades leiteiras dos Estados do Paraná e de São Paulo, segundo os seguintes critérios de seleção: confirmação prévia de casos de mastite por Prototheca spp., triagem pela pesquisa de Prototheca spp. em tanques de expansão e latões e rebanhos com contagem de células somáticas acima de 5x105cel mL-1. As amostras coletadas consistiram de: leite, água, solo, fezes e swab de teteiras. Prototheca spp. foi isolada de amostras de leite dos quartos mamários com mastite clínica ou subclínica em uma propriedade e de amostras de leite e do ambiente em quatro propriedades, nas quais foi isolada em amostras de: água de bebedouro, abastecimento, esgoto, empoçada no piso de estábulo e sala de ordenha, solo de piquete e pasto, teteiras, fezes de bezerros e suínos. Do total de 383 vacas examinadas, Prototheca spp. foi isolada em 20 (5,2% vacas, sendo caracterizada como P. zopfii em 18. Os fatores de risco associados à mastite causada por P. zopfii foram: criação das vacas a pasto, alimentação dos animais com pasto e silagem, realização de ordenha mecânica em estábulo, permanência das vacas após ordenha em piquete sem alimento, criação de suínos próxima às instalações dos bovinos, existência de cães, gatos e roedores, falta de higienização dos tetos com água, pré-imersão dos tetos em aplicador com retorno e sem a troca do anti-séptico, alimentação dos bezerros com leite de vacas com mastite clínica e serem as vacas da raça holandesa.This research had as objective the study of risk factors associated with bovine mastitis caused by Prototheca zopfii. Thirteen dairy herds in Paraná and São Paulo states were analyzed and selected according to the following criteria: previous confirmation of Prototheca spp. mastitis cases, screening of Prototheca spp. in bulk tanks and

  7. Medidas de localização da gordura corporal e fatores de risco para doenças cardiovasculares em adolescentes do sexo feminino, Viçosa-MG

    OpenAIRE

    Pereira, Patrícia Feliciano

    2008-01-01

    O aumento da prevalência da obesidade em adolescentes é acompanhado pelo acúmulo de gordura na região abdominal, o qual está associado à presença de alterações de risco cardiovascular já nesta fase da vida. Assim, o estabelecimento de medidas simples para identificação precoce de indivíduos em risco é de interesse em saúde pública. Objetivou-se verificar a associação entre medidas de localização da gordura corporal com fatores de risco cardiovasculares, em adolescentes do sexo feminino. Foram...

  8. Fatores de risco para dependência de álcool em adolescentes Factores de riesgo en adolescentes con dependencia al alcohol Risk factors for alcohol dependence in adolescents

    OpenAIRE

    Leandro Rozin; Ivete Palmira Sanson Zagonel

    2012-01-01

    OBJETIVO: Identificar os fatores de risco para dependência do álcool na adolescência. MÉTODOS: Revisão integrativa com 21 artigos publicados entre 2000 e 2009, capturados nas bases de dados LILACS, BVS, MEDLINE, COCHRANE e IBECS com as palavras-chave: adolescência, risco para dependência e álcool. RESULTADOS: Há evidências de que o álcool é a droga mais consumida por adolescentes, com início entre 14 a 16 anos. Os fatores de risco para dependência estão relacionados ao início precoce do uso, ...

  9. Familias con deficiencia mental educable: riesgo y salud familiar Familias com deficiências mentais educáveis: riscos e saúde familiar Families with educable mental deficiencies: Risks and family health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gloria S Urbano Franco

    2011-12-01

    pesquisa está baseada nas teorias de Risco Familiar Total de Amaya e na Organização Sistemática de Friedemann. Metodologia: Um estudo descritivo, quantitativo, com n = 129 famílias avaliadas com os instrumentos "Risco Familiar Total: RFT: 6-69" e "Grau de Saúde Familiar ISF:GEN-25" de Amaya. Resultados: Foram encontradas 77% de famílias nucleares (nucleares ou nucleares modificadas em proporções semelhantes, com 66% de seus membros dependentes, devido a sua idade ou por sofrer DME. O RFT caracterizou as famílias como ameaçadas em 22% das vezes, qualificando em alto risco 2% delas. O ISF: GEN-25 qualificou 21% das famílias como organizadas, 34% como pouco organizadas e 28% como pouco satisfeitas. No entanto, 43% foram qualificadas como altamente organizadas, mais só 27% estavam satisfeitas. Conclusão: Por causa dos riscos descritos, a pouca organização ou satisfação, as famílias precisam de ajuda imediata para amansar os riscos, bem como da assessoria da Enfermagem em Saúde Mental para melhorar a organização e a satisfação. Igualmente, todas as famílias, por causa das peculiaridades associadas à presença da DME, requerem tanto cuidados permanentes quanto assessoria para satisfazer as demandas de proteção contra a ameaça de uma crise.Family knowledge is essential for its care, especially when some of its members require permanent protection, as a consequence of suffering an Educable Mental Deficiency(EMD. Goal: To determine the Total Family Risk (TFR and the Degree of Family Health (GSF of the families with one or more of their members with an EMD, belonging to a District Educational Center of the City of Bogota, 2007-2009. This research is supported by the Total Family Risk theory of Amaya, and by the Systemic Organizations of Friedemann. Methodology: Descriptive and quantitative study, with n = 129 families evaluated using the following instruments: "Total Family Risk: TFR : 6-69" and "Degree of Family Health ISF: GEN-25" of Amaya. Results

  10. Climatic risk for potato late blight in the Andes region of Venezuela Risco climático para a ocorrência de requeima da batata na região andina da Venezuela

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Ibet Lozada Garcia

    2008-12-01

    Full Text Available Potato is an important crop for Venezuelan agriculture. However, its production is highly affected by late blight (Phytophtora infestans, since weather is commonly favorable for this disease. The aim of this study was to determine the sowing dates of low climatic risk for potato late blight in the Andes region of Venezuela, with an agrometeorological disease model and geographical information system (GIS tools. The disease model used in this study was developed by Hyre (1954 which requires daily rainfall and temperature data which were obtained from 106 weather stations, located at the States of Mérida, Táchira, and Trujillo, for a period of 31 years. Hyre's model was applied for all stations obtainig the following variables: number of disease favorable days (DFD; number of periods with ten consecutive favorable days, named disease occurrence (O; and number of sprays required for disease control (S. These variables were used to calculate the Maximum Risk Index (MRI and the Probable Risk Index (PRI. The interpolation of these indexes was used to generate maps of climatic risk for each sowing date. MRI and PRI maps showed that the highest climatic risk for potato late blight occurrence was during the rainy season, from May to July, decreasing during dry and mid seasons. However, high disease risk variability was observed for all seasons. The maps generated by coupling an agrometeorological disease model and GIS also show that in great part of potato areas of Andes region the number of sprays could be reduced, but more investigations about that must be carried out.A batata é uma importante cultura para a agricultura venezuelana. Entretanto, sua produção é altamente afetada pela ocorrência da requeima (Phytophtora infestans, já que as condições climáticas são normalmente favoráveis para essa doença. O objetivo deste estudo foi determinar as datas de semeadura com os menores riscos climáticos para a ocorrência da requeima na regi

  11. Usos do glossário do risco em revistas: contrastando "tempo" e "públicos" Uses of the risk glossary in magazines: contrasting "time" and "public"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mary Jane P. Spink

    2008-01-01

    Full Text Available Este artigo visa contribuir para a compreensão das maneiras de falar de risco na mídia, apoiando-se no referencial teórico da Psicologia Social discursiva. Duas estratégias complementares de investigação foram utilizadas: análise diacrônica de amostra de revista de interesse geral (210 exemplares da Veja e sincrônica de revistas destinadas a públicos variados (101 revistas. A análise da Veja focalizou as temáticas das matérias e anos de sua publicação. Para a amostra sincrônica foram priorizadas as temáticas das revistas de modo a entender o endereçamento a públicos distintos. A análise "no tempo" sugere que os glossários do risco-perigo e risco-probabilidade já estão consolidados e seu uso traz ressonâncias dos contextos históricos em que essas tradições tomaram forma. No enquadre do risco-aventura, vimos surgir novos vocábulos para referir-se às emoções dos esportes radicais ou posicionar aqueles que optam por correr risco. Esses usos da linguagem do risco são mais bem apreendidos no fluxo da comunicação em que o público tem cara: as revistas segmentadas.This paper is a contribution to the understanding of risk-talk in the media from a theoretical perspective of discursive Social Psychology. Two complementary strategies were used: diachronic analysis of a sample of a magazine of general interest (210 issues of Veja and synchronic analysis of magazines directed to various types of people (101 magazines. For Veja, the analysis focused on article themes and date of publication. For the synchronic sample, priority was given to how risk is presented to different kinds of public. The analysis "over time" suggests that risk as danger and risk as probability glossaries are already well established and their use is a resonance of the historic contexts in which this tradition took shape. New repertoire emerges in the tradition of risk as adventure to refer to emotions associated with radical sports or to people who

  12. Tratando as nanopartículas com precaução: reconhecendo a incerteza qualitativa na avaliação científica do risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fern Wickson

    2012-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7984.2012v11n20p171 Invenções científicas e tecnologias, como a nanotecnologia, interagem com sistemas ecológicos e sociais complexos em vários níveis e têm o potencial de causar consequências ímpares e sem precedentes. Isso traz desafios para abordagens de avaliação de risco convencionais, as quais pressupõem que não apenas é possível prever os riscos potenciais de novas tecnologias com precisão através de métodos científicos, mas também que existe uma clara distinção entre uma avaliação de risco factual e objetiva realizada por um especialista, e uma avaliação de risco normativa / baseada em valores. Neste artigo descrevemos várias formas qualitativas de incerteza e procuramos demonstrar como valores, crenças e interesses estão, inevitavelmente, emaranhados na ciência envolvida em processos de avaliação de risco. Em seguida, apresentamos dois referenciais disponíveis para a exposição e a análise das formas qualitativas de incerteza na ciência orientada à formulação de políticas e descrevemos abordagens de precaução como uma alternativa à tomada de decisões baseada em riscos. Utilizamos as nanopartículas como um estudo de caso ilustrativo e argumentamos que a adoção de abordagens de precaução para a tomada de decisão implicaria necessariamente o reconhecimento da importância das formas qualitativas de incerteza, o que ajudaria a promover uma governança socialmente mais robusta e transparente deste campo emergente de desenvolvimento de tecnologia.

  13. Estudo de coorte em áreas de risco para leishmaniose visceral canina em municípios da Região Metropolitana de Salvador, Bahia, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fred S. Julião

    2007-03-01

    Full Text Available Este estudo objetivou investigar a incidência de leishmaniose visceral em populações caninas de áreas de risco para a doença previamente identificados nos municípios de Lauro de Freitas e Camaçari, Bahia e estimar a associação entre variáveis de risco e a soroconversão de cães tidos como soronegativos em estudo prévio. Cerca de nove a 18 meses foi o intervalo entre a primeira sorologia (estudo prévio e os resultados descritos neste trabalho. Das 20 áreas de risco reexaminadas, foram testadas em enzime-linked immunosorbent assay amostras de 147 cães e aplicado simultaneamente um questionário epidemiológico aos respectivos proprietários. A incidência geral encontrada foi de 18,4% (27/147, sendo 17,4% (4/23 em Lauro de Freitas e 18,5% em Camaçari (23/124. A presença de galinha e suínos no peridomicílio e registro de cão com leishmaniose visceral eliminado na vizinhança resultaram em incremento do risco relativo de infecção dos cães por Leishmania sp. A eutanásia dos cães previamente detectados como soropositivos, não contribuiu efetivamente para a eliminação da transmissão do parasito nas áreas de risco. Estes dados demonstram que estas áreas permaneceram com transmissão ativa do parasito mesmo após a retirada, ainda que incompleta no município de Camaçari, dos cães soropositivos, e discute a participação de alguns fatores de risco na manutenção da endemicidade nestas áreas.

  14. Avaliação do perfil de risco de cárie dentária em gestantes de Araraquara, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Carolina De Aguiar

    2011-12-01

    Full Text Available O conhecimento do risco de cárie na gravidez é essencial para um correto plano de tratamento com ações educativas e preventivas às mães para que possam cuidar adequadamente de sua saúde bucal e de seus filhos. Este estudo retrospectivo teve como objetivo identificar o risco de cárie de gestantes (15-44 anos; média= 25 anos que frequentaram a clínica de odontologia preventiva da Faculdade de Odontologia de Araraquara, Universidade Estadual Paulista de 1999 a 2007. Um total de 166 prontuários, preenchidos por alunos do 3º ano do Curso de Graduação, seguindo orientações pré-estabelecidas, foram utilizados. Coletou-se informação sobre: classificação do diagnóstico de risco de cárie, trimestre gestacional, consumo de carboidratos (entre ou durante as refeições, placa corada (registro de controle de placa de O'Leary, número e grupo de dentes com experiência de cárie. Para análise estatística foram utilizados o teste de qui-quadrado e ANOVA. A maioria das gestantes (92,1 % apresentou 25 % ou mais das superfícies dentárias com placa dental. A média (desvio-padrão de dentes obturados e cariados foi 7,9 (5,1 e 4,0 (3,4, respectiva emente. Os dentes posteriores foram os mais acometidos por cárie/restaurações. Quanto ao diagnóstico de risco à cárie, a classificação alta foi observada em 38,5 % das gestantes, moderada em 47,6 % e baixa em 13,9 %. Houve associação estatisticamente significativa (p= 0,001 entre o consumo de carboidratos e o diagnóstico de risco de cárie. O índice de placa foi semelhante nos diferentes trimestres gestacionais (f= 0,223; p= 0,803. Portanto pode-se concluir que o risco de cárie da grande maioria das gestantes foi alto ou moderado e esteve estatisticamente associado ao consumo de carboidratos.

  15. Hábitos Alimentares, Atividade Física e Escore de Risco Global de Framingham na Síndrome Metabólica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thays Soliman Soares

    2014-04-01

    Full Text Available Fundamento: A síndrome metabólica é um transtorno complexo representado por um conjunto de fatores de risco cardiovascular. A adoção de um estilo de vida saudável está fortemente relacionada à melhora da Qualidade de Vida e interfere de forma positiva no controle dos fatores de risco presentes nessa condição clínica. Objetivo: Avaliar o efeito de um programa de modificação do estilo de vida sobre o Escore de Risco Cardiovascular Global de Framingham em indivíduos com síndrome metabólica. Método: Trata-se de uma subanálise de um ensaio clínico randomizado, controlado, cegado, com duração de três meses. Os participantes foram randomizados em quatro grupos: intervenção nutricional + placebo (INP, intervenção nutricional + suplementação de ácidos graxos ômega 3 (3 g/dia de óleo de peixe (INS3, intervenção nutricional + atividade física + placebo (INEP e intervenção nutricional + atividade física + suplementação de ácidos graxos ômega 3 (INES3. O Escore de Risco Cardiovascular Global de Framingham de cada indivíduo foi calculado antes e após a intervenção. Resultados: Participaram do estudo 70 indivíduos. Observou-se uma redução da média do escore após a intervenção de forma geral (p < 0,001. Obteve-se uma redução para risco intermediário em 25,7% dos indivíduos. Após a intervenção, observou-se redução significativa (p < 0,01 da "idade vascular", sendo esta mais expressiva nos grupos INP (5,2% e INEP (5,3%. Conclusão: Todas as intervenções propostas produziram efeito benéfico para a redução do escore de risco cardiovascular. O presente estudo reforça a importância da modificação do estilo de vida na prevenção e no tratamento das doenças cardiovasculares.

  16. Risco ocupacional em unidades de Suporte Básico e Avançado de Vida em Emergências Riesgo laboral en las Unidades de Soporte Básico y Avanzado de Vida en Emergencia Occupational risk in Basic and Advanced Emergency Life Support Units

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda dos Santos Zapparoli

    2006-02-01

    Full Text Available O estudo objetivou identificar os fatores de risco ocupacional a que estão expostos os profissionais da equipe das Unidades de Suporte Básico e Avançado de Vida em Emergências. Utilizou-se a técnica de entrevista semi-estruturada para coleta dos dados. Constituíram-se sujeitos do estudo 40 trabalhadores de duas equipes do Sistema de Atendimento Médico a Urgência de uma cidade do interior do Estado de São Paulo. Os fatores de risco identificados pela maioria dos trabalhadores foram: físicos (elevados níveis de temperatura e ruído ambiental; químicos (manipulação de substâncias químicas; biológicos (exposição a microorganismos e falta de materiais disponíveis. Os riscos peculiares à atividade foram: risco de ocorrência de acidentes automobilísticos (90% dos trabalhadores, agressões física e moral (90% dos trabalhadores e acidentes com material pérfuro-cortante (72,5% dos trabalhadores. A violência foi descrita por 75 % dos trabalhadores como fator de risco mais preocupante no trabalho. A maioria dos trabalhadores identificou os riscos ocupacionais. No entanto, a minoria utiliza medidas adequadas de segurança, revelando a necessidade de intervenções.Este estudio se realizó con el objetivo de identificar los factores de riesgo laboral a los que están expuestos los profesionales del equipo de las Unidades de Soporte Básico y Avanzado de Vida en Emergencias. Se utilizó la entrevista semiestructurada. Los sujetos de estudio fueron 40 trabajadores componentes de dos equipos del Sistema de Atención Médica de Urgencia de una ciudad del interior de São Paulo-Brasil. Los factores de riesgo identificados por la mayoría de los trabajadores fueron: físicos (elevados niveles de temperatura y ruido ambiental; químicos (manipulación de substancias químicas; biológicos (exposición a microorganismos y falta de materiales disponibles. Los riesgos peculiares a la actividad fueron: riesgo de ocurrencia de accidentes

  17. Construções argumentativas sobre riscos na gestação: justificativas médicas para indicação terapêutica do aborto

    OpenAIRE

    Ribeiro, Flávia Regina Guedes

    2011-01-01

    Esta tese tem como objetivo entender como as noções de risco são usadas por médicos/as obstetras para referendar a prática do aborto por risco de vida da gestante. Argumentamos que, na impossibilidade de precisão matemática da avaliação e cálculo do risco na gestação, aspectos subjetivos, como as crenças morais e religiosas, os valores culturais e as experiências de vida, entram em cena para formular a noção de risco. Para tanto, procuramos analisar os argumentos presentificados no discurso m...

  18. Relação entre percepção e comportamento de risco e níveis de habilidades cognitivas em um grupo de adolescentes em situação de vulnerabilidade social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaina Aparecida Paulino

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar as correlações entre inteligência verbal e não verbal, percepção e intenção de apresentar comportamentos de risco. Quarenta e oito adolescentes, sendo 22 homens e 26 mulheres, com média de idade de 16 anos, responderam três instrumentos: Escala de Percepção e Intenção de Apresentar Comportamento Arriscado, bateria de provas de raciocínio e Teste de Matrizes Progressivas de Raven. Os resultados indicaram classificação média quanto à inteligência. Houve diferença significativa entre os gêneros para o raciocínio mecânico, com homens apresentando desempenho melhor que mulheres. Observaram-se correlações positivas entre percepção de risco legal ético e percepção de risco à saúde, raciocínio verbal e percepção de risco legal-ético e com percepção de risco à saúde, raciocínio mecânico e intenção de apresentar comportamento de risco legal-ético e com intenção de apresentar comportamento de risco financeiro. Constataram-se relações entre inteligência e percepção de risco, sendo que as habilidades intelectuais superiores parecem ajudar o indivíduo a perceber melhor as situações de risco, mas não garantem evitação de comportamentos que gerem punições e sanções derivadas do contato com o risco. Estudos como este ajudam a avaliar elementos ligados ao risco que devem ser abordados em programas sociais de cunho preventivo que visem adolescentes, como o projeto no qual esta amostra está inserida.

  19. Acurácia dos indicadores de risco do Programa de Defesa da Vida dos Lactentes em região do Estado de São Paulo, Brasil Accuracy of risk indicators of an Infant Life Defense Program in a region of S. Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Davi Rumel

    1992-02-01

    Full Text Available O Programa de Desfesa da Vida dos Lactentes da Secretaria de Higiene e Saúde do Munícipio de Bauru tem um critério diagnóstico para a inclusão de recém-nascidos dentro do programa. Este critério é formado pela combinação de 11 indicadores clínicos e sociais de risco à mortalidade infantil de fácil obtenção no momento do parto. Decidiu-se propor um critério diagnóstico alternativo, a partir dos mesmos indicadores clínicos e sociais, com maior sensibilidade para a mesma proporção de crianças matriculadas no Programa. Os dados hospitalares foram coletados no período de 11 de maio de 1986 a 10 de novembro de 1987. A mortalidade compreende o período entre 7 dias e 6 meses, que é o período de seguimento das crianças pelo Programa. Calculou-se para cada indicador o risco relativo bruto numa análise univariada e o risco relativo ajustado pela técnica de regressão logística. Criou-se um sistema de pontuação baseado na somatória dos excessos de risco de cada indicador.The Infant Life Defense Program of Health Department of Bauru City SP, Brazil, has diagnostic criteria for the inclusion of newborns. The diagnostic criteria combine eleven social and clinical indices of infant mortality risk, defined by in the light of a review of the literature and previous case studies. The indices are easily collected at the hospitals during delivery. The objective of this study is to propose an alternative diagnostic criteria, using the same social and clinical indices, of greater sensitivity and same proportion of children included in the program. The data on the newborns were collected between May 11, 1986 and November 10, 1987. The mortality period was defined as between 7 days and 6 months, which was the follow-up period for the infants enrolled in the program. The method of analysis was the determination for each index of the crude relative risk in a univariate analysis and the adjusted relative risk using the logistic regression

  20. Estudo de prevalência e multiplicidade de fatores de risco cardiovascular em hipertensos do Município de Brusque, SC Study of the prevalence and multiplicity of cardiovascular risk factors in hypertensive individuals from the city of Brusque, SC, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilton Rosini

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a prevalência e a multiplicidade de fatores de risco (FR adicionais em uma amostra populacional de indivíduos hipertensos e tabagistas, diagnosticados e inscritos no Programa Hipertensos e Diabéticos do MS (HIPERDIA/Ministério da Saúde, no Município de Brusque, SC, Brasil. MÉTODOS: Determinação de parâmetros antropométricos e variáveis laboratoriais reconhecidas como fatores de risco cardiovascular. RESULTADO: Elevada prevalência de FR adicionais à hipertensão arterial (HAS e ao tabagismo, configurando a multiplicidade que concorre com uma elevação acentuada do risco de eventos cardiovasculares nessa amostra populacional. CONCLUSÃO: Em populações de hipertensos, medidas de prevenção, identificação e controle de FR devem ser implementadas e programas informatizados, como o Hiperdia/MS, podem auxiliar no seguimento dos pacientes, possibilitando uma abordagem multidisciplinar mais criteriosa, sobretudo na análise do alcance das metas de tratamento e conseqüente redução de risco cardiovascular.OBJECTIVE: To investigate the prevalence and multiplicity of additional risk factors (RF in a population sample of hypertensive smokers, diagnosed and enrolled at the Hiperdia Program of the Ministry of Health, in the city of Brusque, SC, Brazil. METHODS: Determination of the anthropometrical parameters and laboratory variables recognized as cardiovascular risk factors. RESULTS: Elevated prevalence of RF in addition to systemic arterial hypertension (SAH and smoking, configuring the multiplicity that concurs with a marked elevation of the risk of cardiovascular events in this population sample. CONCLUSION: In hypertensive populations, the prevention, identification and RF control measures must be implemented; computerized programs such as the Hiperdia/MS can help in patients’ follow-up, allowing a more stringent multidisciplinary approach, especially regarding the analysis of the attainment of treatment goals

  1. Enhancement of archaeological heritage. El Risco de las Cuevas at Perales de Tajuña, Madrid (Spain)

    Science.gov (United States)

    Freire-Lista, David Martin; Alvarez de Buergo, Mónica; Fort, Rafael

    2016-04-01

    Heritage conservation has a great impact on the economy of a country. The enhancement of archaeological sites is an investment that promotes tourism and culture. The interdisciplinary knowledge of heritage should be the basis of its management. Preventive actions, non-destructive analytical techniques and monitoring for the conservation of these assets should be promoted. "El Risco de las Cuevas" is a highly decayed and nearly vertical gypsum escarpment which contains a series of dwellings excavated during the Chalcolithic and much more recent times. It is located at Perales de Tajuña, 40 km southeast of Madrid, Spain. This monument is approximately 70 metres high and 500 metres wide. It was listed as a cultural and monumental heritage site by the regional government of Madrid in 1998. The gypsum escarpment housing the dwellings forms part of a lower Miocene unit (Madrid Basin). Debris cones with a mixture of debris from the lower, medium and upper units are found at the bottom of the rockwall. The vulnerability of this monument to atmospheric agents has been studied using "in situ" monitoring techniques of humidity, temperature and rate of rockfalls. Drones have been used for aerial photography in the highest areas of the escarpment and have provided an information network of fractures likely to cause rockfall. Gypsum artificial accelerated ageing has been carried out in the laboratory, including freeze/thaw, wet/dry, thermal shock and dissolution tests. To determine the response of these accelerated ageing processes, density, micro-roughness, ultrasound velocities (Vp and Vs), air permeability and microscopy measurements were made before, during and after ageing tests. Geomorphological studies, rates of decay, material characteristics and durability tests indicate that the decay is controlled by the mineralogy, clay content and porosity of the gypsum rock, as well as microclimate, temperature changes and rock fractures. Rockfalls are particularly relevant in the

  2. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares Habitual diet and cardiovascular disease risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Cervato

    1997-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.INTRODUCTION: A survey by sampling in a county of the State of S. Paulo in 1990 sought, by means of home interviews, to analyse the habitual diet and risk factors for cardiovascular disease of people over 20 years of age. METHODOLOGY: Of the sub-specimen of a comprehensive study population, 557 individuals, aged between 20 and 88, were interviewed. The habitual diet, characterized by the dietary history, was compared with the recommendations on energy and nutrients of the

  3. Risk factors for atopic eczema in school children Fatores de risco para eczema atópico em escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo F. Wandalsen

    2005-03-01

    Full Text Available OBJECTIVES: to study risk factors related to atopic eczema (AE in school children of São Paulo. METHODS: 1972 parents or guardians of 6-7 years old children in the Southern Central area of São Paulo answered to a written questionnaire (standardized questionnaire of the International Study of Asthma and Allergies in Childhood plus a complementary questionnaire regarding family history of asthma and allergies, and exposure to environmental allergens. AE was defined by the presence of an itchy rash in the last year. Risk factors were analyzed through logical regression. RESULTS: the following factors were significantly associated with AE: history of maternal (OR: 4.1; 95%CI: 2.4 to 7.1 and paternal eczema (OR: 2.6; 95%CI: 1.4 to 5.0, dust in the child's bedroom (OR: 1.6; 95%CI: 1.1 to 2.4, lower maternal education (OR: 1.7; 95%CI: 1.1 to 2.7, rhinitis fever (OR: 1.7; 95%CI: 1.1 to 2.9 and wheezing in the last year (OR: 1.9; 95%CI: 1.2 to 2.8. CONCLUSIONS: our data suggest that AE has a specific pattern of inheritance. The presence of dust in the child's bedroom was the single environmental risk factor found. Diagnose of other allergic diseases, as well as the presence of recent symptoms were strongly associated with AE in children.OBJETIVOS: identificar fatores de risco relacionados ao eczema atópico (EA em escolares do município de São Paulo. MÉTODOS: 1972 pais de escolares de 6-7 anos da região centro-sul de São Paulo responderam a questionários escritos (questionário padrão do International Study of Asthma and Allergies in Childhood e questionário complementar sobre história familiar de doenças alérgicas e exposição ambiental a potenciais fontes de alérgenos e irritantes. A presença de manchas na pele com coceira nos últimos 12 meses, definiu os escolares com EA. Os fatores de risco foram analisados por regressão logística. RESULTADOS: as variáveis significantemente associadas ao EA foram: história materna (OR: 4,1; IC95

  4. Preferência musical e risco de suicídio entre jovens Music preference and suicide risk among youths

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Pimentel

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Considerando-se que vários estudos internacionais indicam que a preferência musical, especialmente pelo heavy metal, correlaciona-se ao suicídio, objetivou-se na presente pesquisa conhecer as relações entre preferência musical e risco de suicídio. MÉTODOS: Participaram 200 estudantes universitários de diversos cursos de uma universidade pública da cidade de João Pessoa, PB, com idade média de 22 anos (DP = 4,77. Estes responderam à Escala Abreviada de Preferência Musical, que visa mensurar a preferência musical com relação a 14 gêneros musicais, e o Inventário de Razões para Viver (RFL, que objetiva aferir as razões que as pessoas têm para viver. RESULTADOS: De acordo com os resultados, verificaram-se correlações entre a pontuação total da RFL e os gêneros musicais convencional (positiva e alternativo (negativa. Pôde-se ainda verificar que a preferência musical pelo estilo convencional foi um preditor de menor risco de suicídio entre jovens. CONCLUSÕES: Esta pesquisa demonstra a importância de mais uma variável, no caso a preferência musical, para entender o risco de suicídio entre jovens. Mas outros estudos devem ser realizados no contexto brasileiro para que se possa entender melhor essa relação.OBJECTIVE: Taking into account that several international studies suggest a correlation between music preference, especially for heavy metal, and suicide, this study aimed at to know the association of music preference with potential indicators of suicide risk. METHODS: Participants were two hundred undergraduate students from a public University in João Pessoa city (Brazil. They were 22 years old (SD = 4.77. They answered the Shorted Test of Music Preference, which measures the music preference with respect to fourteen music genres, and the Reasons for Living Inventory (RFL, which intents to know the reasons for living reported by people. RESULTS: Results indicated the total score of the RFL correlated

  5. A enfermeira obstétrica e a prevenção no risco ocupacional de contaminação pelo vírus HIV em centro obstétrico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neide de Souza Praça

    1989-12-01

    Full Text Available Mostra a preocupação das instituições de saúde frente ao risco ocupacional de contaminação pelo HIV em Centro Obstétrico. Analisa o papel da enfermeira obstétrica e sugere procedimentos para a diminuição do risco de contaminação pessoal no atendimento à parturiente e ao recém-nascido.

  6. Estudo da aplicabilidade do modelo da ação corretiva baseada no risco (RBCA) em contaminações subterraneas com gasolina e etanol

    OpenAIRE

    Finotti, Alexandra Rodrigues

    1997-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico Análise do programa Ação Corretiva Baseada no Risco (RBCA) com o objetivo de verificar se é adequada sua aplicação em contaminações de solos e águas subterrâneas por mistura de gasolina e etanol no Brasil. O RBCA é um programa que utiliza análise de risco para seleção de parâmetros de remediação de contaminações. Estudo e simulações dos modelos matemáticos de transporte e degradação dos contaminantes benzen...

  7. Cardiovascular risk assessment in hypertensive patients Evaluación del riesgo cardiovascular en hipertensos Avaliação do risco cardiovascular em hipertensos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Amaral de Paula

    2013-06-01

    ó diferencia significativa entre la clasificación del riesgo cardiovascular, cuya correlación muestra discreta concordancia entre las dos escalas. Los elementos relacionados al estilo de vida parecen ser determinantes en el aumento del riesgo cardiovascular. OBJETIVO: avaliar o risco cardiovascular, utilizando o escore de Framingham tradicional e o modificado pela incorporação de fatores de risco emergentes, como história familiar de infarto agudo do miocárdio, síndrome metabólica e doença renal crônica. MÉTODO: participaram 50 hipertensos que faziam tratamento ambulatorial. Os dados clínicos foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada e os laboratoriais, coletados em prontuários. RESULTADOS: verificou-se que o escore de Framingham tradicional foi predominantemente baixo (74%, 14% apresentou médio risco e 12% alto risco. Após a inclusão de fatores de risco emergentes, a chance de ocorrer um evento coronariano foi baixa em 22% dos casos, média em 56% e alta em 22% dos casos. CONCLUSÕES: a comparação entre o escore de risco de Framingham tradicional e o modificado demonstrou diferença significativa entre a classificação do risco cardiovascular, cuja correlação mostra discreta concordância entre as duas escalas. Os elementos relacionados ao estilo de vida parecem ser determinantes do aumento de risco cardiovascular.

  8. A popularização da informação científica na Sociedade de Risco : em busca do diálogo

    OpenAIRE

    Moura, Dione Oliveira

    2003-01-01

    Analisa de que forma, no contexto geral da Sociedade de Risco, se dá a emergência do risco científico-tecnológico e ambiental como pauta geradora de notícias. O propósito da reflexão é avançar na compreensão sobre a forma como a Ciência é comunicada, centrando a atenção no jornalismo científico. Pretende-se extrair, da análise empreendida, elementos para a compreensão do processo de popularização da informação científica. Parte do pressuposto de que, antes de pretender ensinar ...

  9. Percepções de risco teratogênico por gestantes e mulheres em idade fértil no Sul do Brasil : uma abordagem qualitativa e quantitativa

    OpenAIRE

    Emilia da Silva Pons

    2012-01-01

    A percepção de risco teratogênico equivocada pode levar à privação de uso de medicamentos seguros e à relutância ou não adesão ao tratamento farmacológico durante a gestação. Estudos prévios realizados em países desenvolvidos sugerem que a percepção de risco teratogênico ao uso de medicamentos é superestimada por gestantes, não gestantes e profissionais de saúde. Grande parte destes estudos foi realizada em centros de aconselhamento teratogênico e utilizou apenas uma técnica de aferição da pe...

  10. Cartografia de risco de erosão, à escala de encosta, numa área recentemente ardida na região Centro

    OpenAIRE

    Vieira, Diana Catarina Simões

    2008-01-01

    Esta dissertação tem como objectivo principal a obtenção de um mapa em Sistemas de Informação Geográfica (SIG) com o programa ArcGIS, que descreve o Risco de Erosão numa área sujeita a um incêndio florestal na pequena localidade de Açores. Para cartografar o risco de erosão do solo foram seleccionados dois modelos. A Equação Universal de Perdas de Solo (Universal Soil Loss Equation – USLE) pelo facto de ter sido escolhida pelo INAG na elaboração do mapa “Perdas de Solo ap...

  11. Estudo do sobre o impacto do risco biológico e ambiental na qualidade da interacção mãe-filho(a)

    OpenAIRE

    Canelhas, Dina Sofia Godinho

    2011-01-01

    O presente estudo exploratório tem como principais objectivos: averiguar o impacto do risco biológico e ambiental, ou ambos, na interacção mãe-filho(a), e contribuir para a adaptação de uma escala de observação da qualidade da interacção mãe-filho(a) em interacção livre. Para o efeito observámos 40 díades mãe-filho(a) em jogo livre distribuídas por 4 grupos de estudo: o primeiro grupo composto por 14 díades sem condições assinaláveis de risco, o segundo grupo composto por 8 díades assinalávei...

  12. Fatores de risco para hipoglicemia em pacientes que usam infusão contínua de insulina endovenosa na unidade de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Teixeira Paixão

    2014-12-01

    Full Text Available Trata-se de revisão descritiva dos fatores de risco para hipoglicemia em pacientes com infusão contínua de insulina na terapia intensiva. Buscaram-se publicações entre 2006 e 2012, em livros e artigos de bases indexadas em bibliotecas virtuais. Selecionadas oito publicações ordenadas em categorias que tratavam da hipoglicemia, terapia nutricional e protocolos glicêmicos associados à insulinoterapia venosa. Conclui-se que há fatores de risco comuns à equipe multiprofissional e  o conhecimento desses fatores permitirá a segurança dos pacientes na utilização dessa terapêutica. 

  13. Estudo prospectivo dos fatores de risco para complicações neurológicas na meningite bacteriana infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sadie Namani

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Análise prospectiva de fatores de prognóstico para complicações neurológicas da meningite bacteriana infantil. MÉTODOS: Este estudo prospectivo recrutou 77 crianças de um mês a 16 anos de idade tratadas de meningite bacteriana durante o período de 1/1/2009 a 31/12/2010. Foram escolhidos 16 preditores relevantes para analisar sua associação com a incidência de complicações neurológicas. Valores P abaixo de 0,05 foram considerados estatisticamente significativos. RESULTADOS: Das 77 crianças tratadas para meningite bacteriana, desenvolveram-se complicações neurológicas em 33 pacientes (43%, e duas crianças morreram (2,6%. A etiologia dos casos de meningite bacteriana foi comprovada em 57/77 (74% dos casos: foram encontrados 32 isolados de meningococos; 8 de pneumococos; 6 de bacilos gram-negativos; 5 de H. influenzae; 5 de estafilococos e 1 de S. viridans. Os fatores que se mostraram associados a aumento do risco de desenvolvimento de complicações neurológicas foram idade 5.000 células/mm³, pleiocitose > 5.000 células/mm³ depois de 48 horas, baixa relação da glicose no LCS/sangue 48 horas, presença de comorbidade e foco primário de infecção não se associaram a aumento do risco para o desenvolvimento de complicações neurológicas. CONCLUSÃO: Idade inferior a 12 meses e gravidade da apresentação clínica na admissão foram identificadas como os preditores mais fortes de complicações neurológicas e podem ter valor para selecionar pacientes para tratamento mais intensivo.

  14. Avaliação de risco de violência em Psiquiatria Forense Violence risk assessment in Forensic Psychiatry

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elias Abdalla-Filho

    2004-01-01

    Full Text Available A relação entre transtorno psiquiátrico e comportamento violento vem sendo investigada de forma cada vez mais criteriosa e novos instrumentos de avaliação de risco de violência vêm sendo desenvolvidos nas últimas décadas. Este estudo apresenta um panorama atualizado dos recursos utilizados neste tipo de avaliação, tanto clínicos quanto sistematizados, enfatizando o surgimento de novos instrumentos padronizados. O objetivo maior não está concentrado na apresentação de dados matemáticos ou pontos de corte dos checklists desenvolvidos, mas, sim, nos fatores de risco, além do transtorno mental, levantados nestes instrumentos, o que permitirá uma melhor compreensão da complexidade de tal avaliação e do grau de participação da existência de doença mental. A conclusão aponta para a importância de uma avaliação equilibrada entre o exame clínico e os fatores citados nos instrumentos padronizados, bem como para a adoção de uma postura igualmente equilibrada no sentido de não supervalorizar nem tampouco negligenciar a relação que existe entre transtorno psiquiátrico e comportamento violento.Transcranial magnetic stimulation (TMS is a new technique capable of stThe correlation between psychiatric disorder and violent behaviour has been investigated in an increasingly judicious manner and new tools of violence risk assessment have been developed in the last decades. The present study presents an updated overview of the resources used in such type of evaluation, both clinical and systematic ones, focusing on the development of new standardized tools. The main objective is not based on the presentation of mathematical data nor the cut-off scores from the developed checklists, but on the risk factors, beyond mental disorder, raised in such tools. This will allow an improved understanding of the complexity of such evaluation and the degree of participation of the existence of mental disease. The conclusion will emphasize the

  15. Aflatoxinas: um risco a saúde humana e animal / Aflatoxins: a risk animal and human health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helder Ferreira

    2006-04-01

    Full Text Available O Aspergillus flavus e a subespécie próxima relacionada parasiticus têm sido reconhecidas por muito tempo como contaminadores principais de produtos orgânicos e inorgânicos. A. flavus, um fungo comum do solo, pode infestar uma larga escala de produtos agrícolas. Algumas variedades de A. flavus produzem as aflatoxinas, que são toxinas neoplásicas capazes de induzir neoplasia hepática em animais de laboratório. O crescimento de A. flavus e a biossíntese da aflatoxina depende da carcaça, da umidade, da temperatura, do pH, da aeração e da microflora competindo. As aflatoxinas são consideradas contaminantes naturais; cuja aproximação ideal de controle é a prevenção do crescimento do fungo e produção das aflatoxinas nos produtos. As aflatoxinas (B1, B2, G1 e G2 são metabólitos secundários associados à toxicidade causada por alimentações em animais. As aflatoxinas são relatadas como sendo hepatotóxicas, mutagênicas, imunossupressora e neoplásicas. A exposição as aflatoxinas dietéticas é considerada um fator de risco importante para o desenvolvimento de neoplasia hepatocelular em determinadas regiões do mundo. A indução de adutos no DNA pela aflatoxina B1 no fígado foi revista extensivamente em uma avaliação quantitativa de fatores de risco a neoplasias por aflatoxinas. As aflatoxinas são pró-neoplásicas, reagindo com o ácido desoxirribonucléico (DNA, ácido ribonucléico (RNA e as proteínas. Atualmente, vários avanços científicos têm sido feitos a fim de compreender a toxicologia clínica das aflatoxinas.

  16. Dissecação da aorta - fatores de risco no município de Sorocaba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mahonri Faria Guitti

    2007-07-01

    Full Text Available Objetivo: a dissecação aguda da aorta (DAA representa um evento catastrófico que, a despeito da terapêutica instituída, tem altos índices de mortalidade em qualquer lugar do planeta. O objetivo principal do estudo foi identificar os fatores de risco na população estudada. Método: estudo de observação, analítico, de agregado, do tipo coorte não concorrente, envolvendo 243 pacientes submetidos à necropsia no Serviço de Verificação de Óbito da FCM, do CCMB-PUC/SP, no período de dez anos. Estratificação da população alvo em amostras de estudo sendo o primeiro grupo (G1 formado por portadores de dissecação crônica da aorta e o segundo grupo (G2 por portadores de dissecação aguda da artéria. Análise comparativa para amostras independentes e por análise de contingência. Erro alfa admitido de cinco por cento. Trabalho aprovado pela Comissão de Ética da Instituição. Resultados: evidenciou-se significância estatística para: hipertensão arterial sistêmica (HAS (P=0.0030, aterosclerose prévia (P=0,0058 e uso de drogas tóxicas vaso-ativas (P=0,0058. Conclusões: os fatores de risco identificados na casuística foram: HAS, aterosclerose e uso de drogas tóxicas vaso-ativas. Não houve superioridade das imagens no diagnóstico da DAA quando comparadas à necropsia (P=0,072 e a prevalência da doença na casuística foi de 4,94%.

  17. IDENTIFICAÇÃO DO RISCO DE CARDIOPATIA ATRAVÉS DO ESTUDO COMBINADO DE CIRCUNFERÊNCIAS CORPORAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivianne Correia dos Santos MORAES

    2016-06-01

    Full Text Available De acordo com o modelo geométrico desenvolvido pelo New York Obesity Research Center (NYORC, o corpo humano é assemelhado a um cilindro, cuja altura e comprimento são proporcionais. Destacam­ se, assim, os perímetros braquial, da cintura, do quadril, da coxa e da panturrilha como marcadores antropométricos de risco para doenças cardiovasculares. O objetivo foi descrever o valor preditivo da correlação entre as circunferências corporais e marcadores antropométricos de risco para doenças cardiovasculares. Trata-se de estudo transversal comparativo de abordagem quantitativa e qualitativa, realizado com 60 (sessenta pacientes, cardiopatas ou não, durante atendimento nos ambulatórios do Hospital São José Avaí (HSJA, em Itaperuna/RJ. A organização amostral ocorreu em dois grupos: o dos cardiopatas (G1 e o dos não cardiopatas (G2. Foram elaboradas tabelas descritivas, utilizando-se frequência, média e desvio padrão. Na análise das frequências, o teste qui­quadrado de Pearson preditivo, o nível de significância estatística foi fixado em p < 0,05. A média geral de idade foi de 47 (± 13,34 anos. G1 exibiu médias superiores a G2, no que tange aos valores antropométricos, ao IMC e às médias das circunferências corporais. O coeficiente de correlação de Pearson demonstrou correlação fortemente significativa entre os índices de circunferência e altura/volume (V=π.(C/2π2.H, demonstrado através de matrizes quadradas. As circunferências da cintura e do quadril (ρ = 0,998 e ρ = 0,999 apresentaram proporções semelhantes nos dois grupos. O valor preditivo das circunferências corporais para doenças cardiovasculares é necessário tanto para a prevenção quanto para o tratamento das cardiopatias.

  18. Prevalência de fatores de risco cardiovascular em crianças e adolescentes da rede de ensino da cidade de Maceió

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva Maria Alayde Mendonça da

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estabelecer a prevalência de hipertensão arterial sistêmica (HAS, do "risco de sobrepeso", sobrepeso, sedentarismo e tabagismo em crianças e adolescentes, de 7 a 17 anos, de ambos os sexos, da rede pública e privada de ensino de Maceió, AL. MÉTODOS: Estudo epidemiológico transversal. Amostragem por conglomerados em escolas de nível fundamental e médio. Cálculo da amostra baseado na menor prevalência esperada das variáveis estudadas. Protocolo de avaliação: questionário estruturado, antropometria e medidas da pressão arterial. Análise de associação das variáveis realizada pelo método do qui-quadrado. RESULTADOS: Em 2001 foram avaliados 1253 estudantes (547 do sexo masculino, média de idade 12,4±2,9 anos, demonstrando-se que 1172 não praticavam atividade física de moderada a intensa; "risco de sobrepeso" e sobrepeso presentes em 116 e 56 indivíduos, respectivamente; pressão arterial no percentil > de 95 identificada em 97 estudantes e apenas 30 admitiram fumar regularmente. Observou-se associação significante do "risco sobrepeso" e do sobrepeso com estudantes de escolas particulares (*p=0,0001 e do sedentarismo com o sexo feminino (*p=0,0001. CONCLUSÃO: A prevalência de sedentarismo, "risco de sobrepeso", sobrepeso, hipertensão arterial sistêmica e tabagismo na população estudada foi de 93,5%; 9,3%; 4,5%; 7,7% e 2,4%, respectivamente.

  19. Ferramenta para Análise e Avaliação de Riscos no Planejamento de Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Fatima Vencato

    2014-12-01

    Full Text Available Este trabalho é parte da dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Tecnologia, dos Institutos LACTEC, em parceria com o Instituto de Engenharia do Paraná – PRODETEC. A pesquisa teve como objetivo desenvolver um modelo para análise e avaliação de riscos inerentes em projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D, bem como classificar os riscos baseando-se na metodologia do Project Management Institute (PMI. A coleta de dados foi por meio da aplicação de questionário eletrônico para pesquisadores voluntários, vinculados a (1 uma instituição pública de ensino, a (2 uma instituição privada de ensino e a (3 uma instituição pública de pesquisa. Foi também objetivo deste trabalho elaborar uma ferramenta informatizada para análise e avaliação dos riscos durante o planejamento de projetos de P&D, identificando custos mínimos e máximos do projeto a partir da análise das ameaças e das oportunidades identificadas. Foi proposto ainda um índice de risco para apoio na análise das propostas de projetos pelas instituições de pesquisa como requisito para sua avaliação. A ferramenta informatizada foi validada por pesquisadores por meio de uma ficha de avaliação.

  20. Identificação de investimentos em eficiência energética e sua avaliação de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Salazar Aragón

    2013-01-01

    Full Text Available Para se obter economia de energia por meio da melhoria da eficiência energética, é necessário fazer um diagnóstico que mostre o real desempenho energético e, assim, determinar os investimentos requeridos. Não obstante, a viabilidade econômica destes investimentos deve ser avaliada. Diversos autores afirmam que esta área é carente, especialmente na avaliação do risco. O payback é o critério mais utilizado, mas não é o mais conveniente. O objetivo deste trabalho é aplicar uma metodologia que envolve duas análises: a análise de engenharia e a análise de risco. A análise de engenharia é feita por meio do uso de ferramentas de diagnóstico que permitem identificar os investimentos em eficiência energética. A análise de risco permite avaliar sua viabilidade, considerando a incerteza associada às variáveis que determinam a economia de energia e seu efeito sobre estas, adaptando a metodologia EBaR® por meio da modelagem e simulação. A metodologia proposta foi aplicada em uma empresa do setor industrial brasileiro e permitiu identificar que a empresa pode diminuir o consumo não associado à produção em até 60%, e que o investimento proposto para melhorar a eficiência energética é viável, pois apresenta uma boa relação retorno-risco.

  1. Prevalência dos fatores de risco para doença cardiovascular em funcionários do Centro de Pesquisas da Petrobras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matos Maria de Fátima Duarte

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência de fatores de risco para doença cardiovascular em funcionários do Centro de Pesquisas da Petrobras. MÉTODOS: Em estudo descritivo transversal, foram avaliados clínica e laboratorialmente, de março de 2000 e fevereiro de 2001, empregados do Centro de Pesquisas da Petrobras, tendo sido excluídos os que não compareceram à realização do exame médico periódico anual de 2000. Calculados o percentual da ocorrência dos fatores de risco e a média e o desvio padrão das variáveis bioquímicas, da pressão arterial e do índice de massa corpórea. RESULTADOS: De um total de 1.191 empregados, foram estudados 970, sendo 75,4% homens e 24,6% mulheres, com idade média de 42,2 anos. A prevalência de fatores de risco foi o sedentarismo (67,3%, o colesterol > 200 mg/dl (56,6%, o sobrepeso (42%, a obesidade (17%, a hipertensão arterial (18,2%, o tabagismo (12,4% e o diabetes mellitus (2,5%. CONCLUSÃO: A elevada prevalência de fatores de risco para doença cardiovascular, em indivíduos jovens, alerta para a necessidade de adoção de programas de promoção de saúde e prevenção de doenças no ambiente de trabalho.

  2. Percepção de exposição a cargas de trabalho e riscos de acidentes em Pelotas, RS (Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela C. Lima

    1999-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a associação entre a percepção de exposição às cargas de trabalho e o risco de acidentes. MÉTODOS: O delineamento do estudo foi o tipo de casos e controles. Os casos (n=264 incluíram os acidentes de trabalho típicos notificados no Instituto Nacional de Seguridade Social, de Pelotas, RS (Brasil, de janeiro a julho de 1996. Foram excluídos os óbitos (dois, os acidentes ocorridos na zona rural, e os que afastaram o trabalhador de suas atividades por menos de sete dias. Para cada caso foram selecionados três tipos de controles: um trabalhador da mesma empresa, um vizinho e um controle populacional. Os controles foram emparelhados com os casos por idade e sexo e precisavam ter vínculo empregatício formal e não ter sofrido acidente no último mês. Os dados foram analisados usando regressão logística condicional. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Os trabalhadores que relatavam enfrentar situações de emergência, o trabalho em altura, perigo constante, ou ambientes ruidosos tinham cerca de duas vezes mais risco de acidentar-se. O trabalho em posições incômodas ou com esforço físico intenso aumentaram em 50% o risco de acidentes. As demais cargas de trabalho estudadas não se constituíram como fatores de risco para os acidentes. Os resultados foram ajustados para fatores de confusão.

  3. Soroprevalência e fatores de risco para sífilis em população carcerária de Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de Andrade

    1989-06-01

    Full Text Available Com o objetivo de dimensionar a prevalência da infecção pelo Treponema pallidum e determinar fatores de risco relacionados a soropositividade foram rastreados 299 presidiários no Centro Penitenciário de Atividades Industriais de Goiás (CEPAI-GO, 20 Km de Goiânia. O rastreamento sorológico foi realizado utilizando-se como critério de positividade, qualquer resultado sororeagente ao VDRL independentemente do título. Através de um questionário padronizado foram avaliados os seguintes fatores de risco: tempo de encarceramento, sinais e sintomas relativos às principais doenças sexualmente transmissíveis (DST, história de sífilis ou outras DST e práticas sexuais (homo/bissexualismo e número de parceiros. Foram calculados o valor preditivo positivo (VPP e negativo (VPN da história pregressa de sífilis obtida na anamnese. Uma soroprevalência global de 18,4% foi obtida, não havendo diferença entre as faixas etárias. O VPP do antecedente de sífilis foi de 26% significando que 74% dos indivíduos que referiram sífilis no passado não tiveram confirmação pelo VDRL. Entre os fatores de risco testados, a bissexualidade foi o único que apresentou associação estatisticamente significante com soropositividade (risco relativo 5,8 - LC 95% 1,2-16,0 p= 0,03. Foram discutidas as dificuldades metodológicas que poderiam ter influenciado nos resultados.

  4. Riscos ocupacionais e adesão a precauções-padrão no trabalho de enfermagem em terapia intensiva: percepções de trabalhadores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Gomes Nazario

    Full Text Available Resumo Introdução: o trabalho em unidades de terapia intensiva proporciona grande exposição a riscos ocupacionais. Objetivos: conhecer a percepção de trabalhadores de enfermagem de terapia intensiva sobre os riscos ocupacionais a que estão expostos e sobre as Precauções-Padrão (PP e descrever os fatores que interferem, ou não, na adesão às PP recomendadas. Método: estudo de abordagem qualitativa, descritivo exploratório, com doze trabalhadores de enfermagem de duas unidades de terapia intensiva, realizado entre julho e setembro de 2015. Foi utilizada entrevista semiestruturada e análise de conteúdo temática. Resultados: os riscos psicológicos ou emocionais, químicos, biológicos e ergonômicos foram os mais percebidos. Em relação às PP, os trabalhadores indicam que existe adesão, mas não integralmente, principalmente no uso de EPIs. Identificaram-se como fatores favoráveis à adesão das PP a disponibilização de materiais de proteção e a conscientização e, como desfavoráveis, sentimento de autoconfiança, estrutura das unidades e organização do trabalho, quantitativo de funcionários, carga de trabalho, pressa, intercorrências e tempo prolongado para diagnóstico de pacientes com doenças infectocontagiosas. Conclusão: apesar das questões pessoais envolvidas na percepção dos riscos ocupacionais e na decisão de utilizar ou não as PP, as autoras entendem que é possível potencializar os fatores que favorecem a adesão.

  5. A problematização da queda e a identificação dos fatores de risco na narrativa de idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Morsch

    Full Text Available Resumo A queda é um importante evento para os idosos, podendo levar a problemas físicos e psicológicos, institucionalização e aumento do risco de morte. Objetivo deste estudo foi investigar a problematização da queda e a percepção dos idosos em relação aos seus fatores de risco. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada através de análise de conteúdo. A amostra foi composta por indivíduos com 60 anos ou mais de idade, participantes de grupos de idosos de Porto Alegre, e professores de duas universidades locais. A amostra final contou com 22 idosos com idade média de 70,2 ± 7,1 anos. A codificação e a interpretação dos dados resultaram em duas categorias temáticas: a problematização das quedas e a percepção dos fatores de risco. A primeira categoria destaca que muitos idosos não percebem as quedas como um problema, sugerindo que as ações preventivas podem não estar alcançando a população alvo. A segunda categoria demonstra que os idosos percebem os fatores de risco para quedas, mas muitas vezes eles não são evitados, considerando a sua habilidade de “se cuidar” como método de prevenção.

  6. Toxicidade aguda e risco ambiental do antibiótico oxitetraciclina para tilápia ( Oreochromis niloticus , Daphnia magna e Lemna minor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.A. Machado

    Full Text Available RESUMO O objetivo deste estudo foi classificar o antibiótico Terramicina(r de acordo com a toxicidade aguda e o risco de intoxicação ambiental para Oreochromis niloticus, Daphnia magna e Lemna minor, com base no seu ingrediente ativo oxitetraciclina (OTC. Além disso, observou-se a ocorrência de sinais de intoxicação aguda em peixes e o efeito da diluição do antibiótico sobre as variáveis de qualidade de água. Alevinos, neonatos e frondes foram expostos a concentrações de OTC. De acordo com os resultados dos testes de toxicidade aguda, a Terramicina(r foi classificada pela toxicidade aguda e pelo risco de intoxicação ambiental. Para O. niloticus, a CL(I50; 48h calculada foi de 6,92 mg L-1, para D. magna a CE(I50; 48h foi de 0,17mg.L-1, enquanto para L. minor a CI(I50;7d foi de 0,68 mg L-1. A Terramicina(r foi classificada como muito tóxica para O. niloticus e extremamente tóxica para D. magna e L. minor e causa risco de intoxicação ambiental para os três organismos testados. Concentrações de 7,5 e 8,0 mg L-1 de OTC reduziram a concentração de oxigênio dissolvido na água. De acordo com este estudo, a Terramicina(r não deve ser utilizada na aquicultura, pois é altamente tóxica e causa risco de intoxicação ambiental aos organismos teste.

  7. Situação vacinal de recém-nascidos de risco e dificuldades vivenciadas pelas mães

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edilene Gianelli Lopes

    2013-06-01

    Full Text Available Entre recém-nascidos de risco, a imunização torna-se relevante em virtude do caráter preventivo. A pesquisa objetivou analisar a situação vacinal dos recém-nascidos de risco de Cuiabá-MT, bem como a satisfação e dificuldades das mães em relação à imunização. Estudo descritivo, quantitativo, com 113 recém-nascidos de risco, selecionados pela Declaração de Nascido Vivo: 25,7% apresentaram atraso vacinal, sendo a falta de vacinas na Unidade de Saúde (50,0% o motivo mais relatado. Das crianças em atraso, 65,5% tinham mais de uma vacina atrasada, 100% apresentavam peso abaixo do esperado, 75,9% eram acompanhados em seu crescimento e desenvolvimento pela Unidade de Saúde, 69,0% apresentaram episódio de doença nos seis primeiros meses de vida, 41,4% das mães eram menores de 18 anos. As mães relataram várias dificuldades quanto ao serviço de imunização. Destaca-se a importância de estratégias que visem melhorar a qualidade no atendimento, estrutura dos serviços de saúde, acolhimento e preparo dos profissionais.

  8. CONHECIMENTO DOS TRABALHADORES DA INDÙSTRIA METAL-MECÂNICA SOBRE FATORES DE RISCO PARA DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Bohrer Oliva

    2011-01-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: identificar o conhecimento dos trabalhadores da indústria metalmecânica em relação aos fatores de risco para doença arterial coronariana (DAC e às atitudes voltadas a sua prevenção. Métodos: estudo com delineamento transversal, realizado com um grupo de trabalhadores da indústria metal-mecânica do sul do Brasil. A amostra foi por conveniência. Os dados foram coletados por meio de um questionário e verificação de medidas antropométricas. Análise descritiva. Resultados: foram incluídos 100 trabalhadores, com idade média de 29,0+10,16 anos, 66% homens. A obesidade foi considerada como fator de risco para DAC por 94% dos trabalhadores, a hipertensão arterial por 88% e hipercolesterolemia por 80%. Em relação às atitudes para prevenção da DAC, 51% da amostra referiram praticar atividade física. Conclusão: a maioria dos entrevistados conhece os principais fatores de risco para DAC. Contudo, as atitudes voltadas à prevenção ainda são limitadas.

  9. Cuidado em saúde mental, risco e território: transversalidades no contexto da sociedade de segurança

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valquiria Farias Bezerra Barbosa

    Full Text Available O objetivo deste estudo é discutir as transversalidades discursivas entre as noções de cuidado em saúde mental, risco e território nos relatórios das Conferências Nacionais de Saúde Mental (CNSM, situando-os no contexto da sociedade de segurança. Trata-se de estudo descritivo, exploratório, de análise qualitativa, documental e retrospectiva, na perspectiva da arqueologia do saber, de Michel Foucault. Desde a II até a IV CNSM, observa-se que o glossário relativo ao risco como probabilidade, ao cuidado e ao território apresentou-se com relevância progressiva, evidenciando a centralidade desses conceitos para a consolidação do novo modelo de atenção à saúde mental no Brasil. À medida que o modelo asilar entrou em declínio, no processo de constituição de uma rede de cuidados em saúde mental territorializada e comunitária, emergiram as discursividades sobre os riscos, que constituem elementos centrais do dispositivo de segurança.

  10. Ocorrência e fatores de risco para Toxoplasma gondii e Neospora caninum em ovinos da região de Guarapuava, Paraná, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaína Menegazzo Gheller

    2016-07-01

    Full Text Available A toxoplasmose e neosporose são doenças que podem afetar os animais de produção causando perdas econômicas significativas. Sabendo disso, foram determinados os fatores de risco e a ocorrência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii e anti-Neospora caninum em 81 ovinos de sete propriedades da região de Guarapuava, Paraná, Brasil. A pesquisa de anticorpos foi realizada por meio da Reação de Imunofluorêscencia Indireta (RIFI e foi observada uma frequência de 40,74% para T. gondii e de 3,70% para N. caninum. Os fatores de risco pressupostos para ambas as infecções foram: o contato direto dos ovinos com felinos, para T. gondii, e com cães para N. caninum, presença de aborto no rebanho e o acesso de outras espécies animais ao mesmo bebedouro dos ovinos. Por meio do Teste Exato de Fisher foram calculados o IC (95%, Odds ratio e o valor de p, os quais não revelaram associação entre a ocorrência de anticorpos e os fatores de riscos analisados. Pode-se afirmar que os protozoários T. gondii e N. caninum estão presentes entre os rebanhos de ovinos dessa região.

  11. Plantas transgênicas e seus produtos: impactos, riscos e segurança alimentar (Biossegurança de plantas transgênicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nodari Rubens Onofre

    2003-01-01

    Full Text Available Este trabalho aborda tópicos relacionados com plantas transgênicas, também chamadas de Organismos Geneticamente Modificados, alimentos derivados delas e segurança alimentar. As biotecnologias modernas são ferramentas de grande potencial de reprogramação dos seres vivos. Contudo, o maior problema na análise de risco destes organismos gerados pela biotecnologia é que seus efeitos não podem ser previstos em sua totalidade. Os riscos à saúde humana incluem aqueles inesperados, alergias, toxicidade e intolerância. No ambiente, as conseqüências são a transferência lateral de genes, a poluição genética e os efeitos prejudiciais a organismos não-alvo. O princípio da equivalência substancial, até agora utilizado, deveria ser abandonado em favor de um cientificamente embasado. Com a aprovação em janeiro de 2002 do Protocolo Internacional de Biossegurança, o princípio da precaução foi estabelecido como básico e a rotulagem tornou-se obrigatória. A percepção pública obriga empresas e cientistas a um maior uso da ciência na análise de risco antes do consumo destes alimentos.

  12. Leishmaniose cutânea no Norte da Argentina: fatores de risco identificados num estudo caso-coorte em três municípios de Salta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sosa-Estani Sergio

    2001-01-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objetivo avaliar fatores considerados de risco para adquirir leishmaniose cutânea em Salta, área de maior transmissão da Argentina. Aplicou-se um estudo de caso-coorte com observações entre junho de 1989 e dezembro de 1992. Aos casos e aos controles selecionados se realizou: a um questionário sócio-demográfico; b descrição das características da vivenda e peridomicílio; c um exame físico de pele e mucosa nasal e bucal; d intradermorreação de Montenegro. A análise multivariada mostrou um risco significativo para fatores extradomiciliares (realizar atividades de vaqueira, dormir no lugar de trabalho, ir caçar e domiciliares (dormir fora do quarto, presença de três ou mais suínos no quintal da casa e existência de janelas sem fechaduras. Esta associação permitiu pela primeira vez em Salta (Argentina, identificar fatores de risco vinculados com a transmissão de leishmaniose na unidade domiciliária.

  13. Autoestima, insatisfação corporal e internalização do ideal de magreza influenciam os comportamentos de risco para transtornos alimentares?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2015-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi verificar a influência da autoestima, da insatisfação corporal e da internalização do ideal de magreza nos comportamentos de risco para transtornos alimentares de adolescentes do sexo feminino. MÉTODOS: Participaram do estudo 471 jovens. Utilizou-se a Escala de Autoestima de Rosemberg, o Body Shape Questionnaire e o Sociocultural Attitudes Towards Appearance Questionnaire-3 para avaliar autoestima, insatisfação corporal e internalização do ideal de magreza, respectivamente. As subescalas do Eating Attitudes Test foram utilizadas para avaliar os comportamentos de risco para transtornos alimentares. RESULTADOS: Os resultados indicaram influência dos escores do Body Shape Questionnaire (p0,05. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a insatisfação corporal e a internalização do ideal de magreza influenciam os comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes do sexo feminino, fato que não foi evidenciado para a autoestima.

  14. Efeitos da Exposição aos Fatores de Risco Comportamentais à Saúde sobre o Atraso Escolar no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aléssio Tony Cavalcanti de Almeida

    2016-06-01

    Full Text Available Este trabalho objetiva avaliar o papel da exposição de alunos aos fatores de risco comportamentais à saúde - cigarro, bebida alcoólica e excesso de peso - no resultado educacional no Brasil. Para tanto, os microdados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PENSE 2012 em conjunto com técnicas paramétricas e não-paramétricas são utilizados para a estimação do efeito da exposição a esses fatores sobre o indicador de atraso escolar de discentes no 9° ano do ensino fundamental. Os principais resultados da pesquisa indicam que a exposição aos fatores de risco se relaciona de forma direta com o atraso escolar, sendo os efeitos mais intensos para os estudantes com pior nível socioeconômico. Esses achados sugerem a importância de políticas públicas que promovam a prevenção desses fatores de risco desde a infância, pois as consequências dessas exposições podem gerar desdobramentos não apenas na saúde mas também no componente educacional do capital humano.

  15. Classificação de risco em pediatria: construção e validação de um guia para enfermeiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joelna Eline Gomes Lacerda Freitas Veras

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:construir e validar um guia abreviado do protocolo de Acolhimento com Classificação de Risco em pediatria.Método:estudo metodológico, desenvolvido em duas etapas: elaboração do guia e validação aparente e de conteúdo. A elaboração baseou-se na estratificação do conteúdo do protocolo em cinco indicadores de risco, conforme a complexidade, sendo submetido à validação por nove juízes divididos em dois grupos: docentes-pesquisadores e enfermeiros.Resultados:na validação aparente, os juízes consideraram os 25 itens do guia claros e compreensíveis com concordância acima de 70%. Na validação de conteúdo, 17 (68% itens foram considerados relevantes por 88,9% dos juízes. Os oito itens considerados irrelevantes foram alterados conforme sugestões dos juízes, alcançando-se o Índice de Validade de Conteúdo global de 0,98.Conclusão:o estudo resultou num guia de classificação de risco pediátrico válido para avaliar a criança nos serviços de emergência.

  16. Factores de riesgo cardiovascular y estilos de vida de estudiantes universitarios / Cardiovascular Risk Factors and Lifestyle Habits in College Students / Fatores de risco cardiovascular e estilo de vida em estudantes universitários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clara Inés Padilla-García, Enf. Mg.

    2014-11-01

    los estudiantes universitarios. Dentro de los más relevantes riesgos modificables están la obesidad y el sedentarismo que con un adecuado acompañamiento podrían disminuir. A pesar de que la mayoría de los jóvenes universitarios entran en el rango de adulto joven, se encuentran casos de hipertensión. [Padilla CI, Jaimes ML, Fajardo S, Ramos AM. Factores de riesgo cardiovascular y estilos de vida de estudiantes universitarios. MedUNAB 2014; 17(2:X-X] Introduction: The main risk factors of cardiovascular diseases are: obesity, high blood pressure, smoking, lack of physical activity, and unhealthy diet among others. Cardiovascular diseases are showing at earlier ages turning a public health issue that affects the person experiencing it, his/her family, and the health system since it increases costs. Objective: To determine the cardiovascular risk factors and lifestyles habits in students of a private college. Methodology: Observational descriptive study with transversal focus. The sample was not shuffled, it was composed of 323 students who attend a private university in the city of Bucaramanga Colombia. The given questionnaire allowed the identification of sociodemographic characteristics, cardiovascular risk factors and lifestyle habits in college students. Results: The average age of students participating in this study was 20 years. 73.7% were women and 26.3% men. 13.8% of students presented overweight issues and 5% were obese. 1.9% had systolic hypertension and 2.2% dyastolic hypertension. By gender, 24.8% were women, and 7.3% were men who presented abnormal waist measurement. 49.8% of students had history of chronic diseases. 13% suffer from chronic diseases like diabetes, high blood pressure, and cardiopathy. 46.7% of students have drunk alcohol, 9.28% smoke and 41.8% do not exercise a week. Conclusions: Cardiovascular risk factors exist among college students. Among the most relevant risk factors are obesity and sedentarism but with an appropriate care can

  17. Simultaneidade de comportamentos de risco para infecções sexualmente transmissíveis em adolescentes brasileiros, 2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosália Garcia Neves

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: analisar a simultaneidade de dois grupos de comportamentos de risco para infecções sexualmente transmissíveis em adolescentes brasileiros. MÉTODOS: estudo transversal com dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar 2012; os desfechos foram (1 simultaneidade de consumo de álcool, fumo e drogas (pelo menos dois e (2 não uso de camisinha e relação sexual com dois ou mais parceiros. RESULTADOS: a simultaneidade de consumo de álcool, fumo e drogas foi de 14,7% nos meninos e 21,5% nas meninas, mais prevalente em brancos, com mães mais escolarizadas, que não moravam com os pais; aproximadamente 12,0% dos adolescentes apresentaram simultaneidade de não uso de camisinha e dois ou mais parceiros, sendo mais frequente nos meninos mais novos, não brancos (RP=1,22; IC95% 1,10;1,36 e que não moravam com os pais (RP=1,78; IC95% 1,48;2,16, enquanto nas meninas, esse desfecho associou-se a maior idade. CONCLUSÃO: ambos desfechos associaram-se a diferentes características, dependendo do sexo do adolescente.

  18. Magnitude, atraso e probabilidade de reforço em situações hipotéticas de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Coelho

    Full Text Available O presente trabalho investigou os efeitos de quantias de dinheiro descritas como a alternativa de risco e da instrução sobre o valor subjetivo do reforço. Oito estudantes realizaram escolhas hipotéticas entre quantias de dinheiro certas ou imediatas que eram ajustadas de acordo com o comportamento dos sujeitos, e cinco quantias de magnitudes maiores (V = R$10,00 a R$100.000,00 atrasadas (uma semana a 50 anos ou probabilísticas (0,05 a 0,95. A instrução positiva descrevia as chances ou o atraso para receber cada quantia, enquanto a instrução negativa descrevia as chances de perder ou o tempo de espera para não perder as quantias. O valor subjetivo diminuiu com o aumento de V provável, e aumentou com o aumento de V atrasado. Os resultados individuais foram melhor descritos por uma função potência do que pela hiperbólica. A variação da instrução não produziu diferenças sistemáticas. Os resultados são evidências para uma interpretação diferente do efeito da magnitude do reforço sobre o desconto de quantias prováveis ou atrasadas.

  19. Diagnóstico, fatores de risco e patogênese da pré-eclâmpsia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Bueno Orcy

    2008-01-01

    Full Text Available A pré-eclâmpsia é uma doença da gestação que pode determinar restrição no crescimento fetal, prematuridade e, em casos mais graves, morte da mãe e do feto. Caracteriza-se por hipertensão arterial materna, proteinúria significativa (? 0,3g/24h, edema, vaso-constrição do leito vascular materno e conseqüente aumento da resistência vascular. Muitos estudos discutem fatores de risco, patogê-nese e critérios para o diagnóstico da pré-eclampsia, porém as variações na forma de apresentação e de evolução clínica dessa doença dificultam o entendimento dos resultados obtidos, freqüentemente conflitantes. A padronização diagnóstica e as pesquisas de base genética e molecular podem trazer, em um futuro próximo, maior compreensão dessa patologia. Neste artigo apresentamos uma revisão da literatura, com destaque para a relação entre pré-eclâmpsia e resistência à insulina.

  20. A Política Externa interina e os riscos à integração regional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Stolle Paixão e Casarões

    2016-09-01

    Full Text Available Este artigo oferece uma reconstrução histórica dos três primeiros meses da gestão de José Serra à frente do Ministério das Relações Exteriores, período de interinidade do governo de Michel Temer, valendo-se das declarações públicas do ministro e do Itamaraty, bem como de análises dos grandes meios de imprensa. Sustenta-se que guinada observada na política externa brasileira apresenta duas características: (1 a forte carga retórica, direcionada à desconstrução do “legado diplomático” petista e à confrontação com críticos regionais ao impeachment; (2 uma mudança estrutural, tanto no desenho institucional do MRE quanto no eixo de orientação da inserção brasileira, destinada a assegurar a visibilidade do chanceler no contexto da sucessão presidencial. No médio prazo, a soma desses elementos pode trazer riscos ao processo de integração regional, na medida em que se redefinem as relações intra-Mercosul e opta-se por uma estratégia de embate com países em crise institucional, como a Venezuela.

  1. Risco e aventura no esporte na percepção do instrutor Risk and adventure in sport: instructor's perception

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jairo Antônio da Paixão

    2011-08-01

    Full Text Available O presente estudo analisa o risco na percepção de instrutores de esporte de aventura. A amostra foi constituída de 121 (cento e vinte e um instrutores de diferentes modalidades de esporte de aventura praticadas em Minas Gerais, com média de idade de 31 (trinta e um anos; considerou-se o desvio-padrão com significância This study analyzes the risk perceptions of adventure sports instructors. The sample consisted of 121 (one hundred and twenty-one instructors of different types of adventure sport practiced in Minas Gerais, with a mean age of 31 (thirty-one years. It was considered the standard deviation with significance >< 0,05%. The exploratory method was used in this study. Data collection took place from a questionnaire, validated in accordance with the Delphi technique, containing 15 items based on the theoretical literature. The results express that the risk perceived by the instructors is the most genuine risk-filled adventure of the sense of play. When considering procedures and recommendations that aim to predict, calculate and minimize the risk unexpected, it was found that the perception of risk by the instructors is due to an attitude which prevails in the domain of technique and quality equipment at the time these bodily practices close to nature.

  2. Fatores de risco para meningite bacteriana no recém-nascido Risk factors for bacterial meningitis in the newborn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Lúcia Jornada Krebs

    2004-09-01

    Full Text Available O objetivo do estudo é descrever os fatores de risco para meningite bacteriana em recém-nascidos e analisar a prevalência destes fatores, considerando-se a presença ou não de baixo peso ao nascimento. Foram analisados 50 recém-nascidos com meningite bacteriana, excluindo-se aqueles com meningomielocele ou infecção congênita. Na análise estatística utilizou-se o teste exato de Fisher, considerando-se significantes os valores de p The aim of this study is to describe the risk factors for bacterial meningitis in newborns, and to analyze the prevalence of these factors, considering or not the low birth weight presence. Fifty newborns with bacterial meningitis were analyzed, excluding the ones with meningomyelocele or congenital infection. In the statistical analysis, the Fisher's exact test was used, considering significant the p < 0.05 values. This study has shown that prematurity, low birth weight and presence of previous infectious diseases in the newborn or in the mother were important risk factors for meningitis. Among low birth weight newborns, invasive procedures, especially tracheal intubation, use of central venous catheter and previous use of antibiotics, were significantly associated to the meningitis occurrence. These results indicate that the improvement in the prenatal care and in the hospital infection control are measures of high importance in the decrease of the incidence of neonatal bacterial meningitis.

  3. Desempenho do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE Sob a Perspectiva do Retorno Ajustado ao Risco: Sustentabilidade Gera Retorno?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthya Muyrielle da Silva Nogueira

    2011-12-01

    Full Text Available Resumo: A exigência de uma maior responsabilidade social por parte das empresas, busca da sustentabilidade, entre outros fatores, contribuem para que surjam a oferta de investimentos conhecidos como Socialmente Responsáveis. Com o aumento da demanda por este tipo de investimento, assim como visando incentivá-lo, surge o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE. O índice é referência para comparar o desempenho de empresas listadas na BOVESPA sob os aspectos da sustentabilidade. O presente trabalho se propõe a analisar o desempenho do ISE no que se refere ao seu retorno e risco, comparando-o ainda com os resultados dos demais índices da BOVESPA. Foi realizada então, uma pesquisa exploratória com dados secundários, onde os índices foram analisados e utilizou-se do Índice de Sharpe como ferramenta para avaliação da eficiência dos índices de ações. Observou-se que os resultados foram semelhantes e o ISE superou os resultados de alguns dos demais índices da BOVESPA, de forma que o investimento no ISE mostra-se válido tendo em vista seu desempenho histórico.

  4. Da Proteção ao Risco: Configurações da Violência Intrafamiliar na Juventude Paraense

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Cardoso Maia

    2017-10-01

    Full Text Available RESUMO: Este estudo investigou a violência intrafamiliar como fator de risco no desenvolvimento dos jovens, identificando os principais agressores e os tipos de violência. Participaram 658 jovens de 13 a 24 anos, de ambos os sexos, que cursavam entre a 7ª série do Ensino Fundamental e o 3º ano do Ensino Médio de 10 escolas públicas de Belém. As violências verbais e físicas foram as mais identificadas. Mãe e pai apareceram como principais perpetradores da violência física, madrastas e avós da violência psicológica e da categoria outros e o padrasto da violência sexual. Os resultados apontam para compreensão da dinâmica familiar e para a proposição de políticas públicas de proteção às famílias.

  5. Reprodutibilidade de informações em estudo de fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy Agostinho Gimeno

    1997-10-01

    Full Text Available Examina-se, em uma subamostra de 38 casos e 38 controles de um estudo sobre os fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente, a reprodutibilidade de informações obtidas para as variáveis escolaridade da mãe e do pai, peso e comprimento da criança ao nascer, história de episódios graves de diarréia, tempo de aleitamento ao seio e idade da introdução de leite de vaca na alimentação infantil, selecionadas a partir do questionário padronizado utilizado em visita domiciliar. A repetição das perguntas foi feita por telefone. A concordância entre as respostas da primeira e segunda entrevista foi verificada mediante a utilização da estatística kappa (variáveis categóricas e do coeficiente de correlação intraclasse (variáveis quantitativas, para casos e controles separadamente. Os resultados levam a aceitar as informações como reprodutíveis.

  6. Queixas musculoesqueléticas em músicos: prevalência e fatores de risco Playing-related musculoskeletal complaints among musicians: prevalence and risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Annemarie Frank

    2007-06-01

    Full Text Available Disfunções musculoesqueléticas relacionadas à prática instrumental são freqüentes entre músicos, atingindo acima de 70% dos componentes de orquestras. O exercício da música como profissão requer ampla diferenciação e produtividade de capacidades tanto psicológicas, mentais, como também físicas. Muitos fatores de risco contribuem para o surgimento de queixas musculoesqueléticas durante a prática musical, entre eles: a técnica individual, as condições físicas do músico e o instrumento em si. Podem ocorrer distúrbios reumatológicos, neurológicos, dermatológicos e psicológicos, assim como problemas de visão e audição e do complexo orofacial. As queixas no aparelho motor manifestam-se, muitas vezes, como dor, fraqueza ou tensão. Os diagnósticos do membro superior mais freqüentemente estabelecidos são as tendinopatias, mialgias e a síndrome do superuso. O médico e o terapeuta responsáveis devem conhecer as atividades e cargas do músico profissional, para que sejam proporcionadas avaliação e estratégia terapêutica adequadas.Playing-related musculoskeletal complaints are often found among musicians, taking a toll in more than 70% of professional musicians in orchestras. Professional musical performance requires a high level of differenciation and efficiency of psychological, mental and physical skills. Many risk factors can contribute to the development of musculoskeletal conditions in this special population, like the individual technique, physical fitness of the musician and the instrument itself. Many rheumatic, neurological, dermatological, and psychiatric problems are reported, as well as dysfunctions of the visual, auditive and oral system. The musculoskeletal complaints often manifest as pain, weakness or tension, and the most common diagnoses of the upper limb are tendinopathies, myalgia and overuse syndromes. It is necessary for the skilfull physician and physical therapist to have a thorough knowledge

  7. Soroprevalência e fatores de risco para Babesia bovis em rebanhos leiteiros na região sul de minas gerais Seroprevalence and risk factors for Babesia bovis in dairy cattle from region southern Minas Gerais state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Marcos Guimarães

    2011-08-01

    Full Text Available Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de determinar a prevalência e os fatores de risco associados à soropositividade para Babesia bovis em 556 bovinos leiteiros procedentes de dez propriedades localizadas no sul de Minas Gerais, as quais foram divididas em dois grupos de acordo com a produção média diária de leite: Alta Produção (AP >2.000 l de leite/dia, e Baixa Produção (BP 500 l de leite/dia. Os soros foram submetidos à reação de imunofluorescência indireta (RIFI para pesquisa de anticorpos anti-B. bovis e considerados positivos na diluição de 1:320. A análise estatística foi realizada no programa SPSS 12.0 for Windows e se buscou determinar a associação entre níveis de positividade para B. bovis nos rebanhos e os fatores de risco por meio do Teste Exato de Fischer. Para testar a diferença das médias de soropositividade, foi utilizado o teste T Student e em todos os cálculos considerou-se o grau de significância de 95%. A prevalência média global de bovinos infectados por B. bovis foi de 94,1% (523/556. Não houve diferença significativa na frequência média de anticorpos anti-B. bovis entre as propriedades leiteiras dos grupos de AP (95,97% e BP (92,22%; e o mesmo resultado foi observado entre os animais jovens e adultos de ambos os grupos. Não foi observada associação significativa entre os fatores de risco avaliados e a taxa de bovinos positivos para B. bovis. A alta prevalência de rebanhos leiteiros soropositivos permite caracterizar, epidemiologicamente, a microrregião de Lavras, sul de Minas Gerais, como área de elevada estabilidade endêmica para B. bovis.The objective of this study was to determine the prevalence and risk factors associated with Babesia bovis infection in 556 dairy cattle from ten properties located in southern Minas Gerais State, Brazil. The herds were divided into two groups according to average daily milk production (liters: I- High Production (HP, >2,000 L milk/day; and II

  8. Sepse neonatal como fator de risco para leucomalácia periventricular em pré-termos de muito baixo peso Periventricular leukomalacia in very low birth weight preterm neonates with high risk for neonatal sepsis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita C. Silveira

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação de leucomalácia periventricular (LPV e sepse neonatal em recém-nascidos de muito baixo peso (RNMBP. MÉTODOS: Foram incluídos RNMBP com suspeita clínica de infecção nascidos na instituição de 01/08/2005 a 31/07/2007. Foram excluídos óbitos antes dos 14 dias, malformações do sistema nervoso central e infecções congênitas. Foi realizado ultra-som cerebral no terceiro dia e semanalmente até a sexta semana de vida ou alta. LPV foi diagnosticada por hiperecogenicidade difusa periventricular persistente por mais de 7 dias, ou por cistos periventriculares. RNMBP foram divididos em grupos com e sem LPV. Sepse foi definida por manifestação clínica com cultura positiva. Os testes t, Mann-Whitney, qui-quadrado e regressão logística foram usados. RESULTADOS: Foram incluídos 88 RNMBP, sendo que 62 (70,5% sobreviveram e 51 (57,8% tiveram LPV. Os grupos foram semelhantes no peso de nascimento, idade gestacional, escore de Apgar, tipo de parto, SNAPPE-II, presenças de enterocolite necrosante, persistência de canal arterial e óbitos. Sepse e ventilação mecânica foram mais freqüentes no grupo com LPV (23,5 e 2,7%, p = 0,005; 86 e 59%, p = 0,004, respectivamente. Na regressão logística, ambos foram fatores de risco independentes para LPV (p = 0,027 e 0,015, respectivamente. CONCLUSÃO: Corioamnionite é fator de risco definido para LPV. Demonstramos que sepse neonatal também é fator de risco importante. Acreditamos que a resposta inflamatória sistêmica seja o principal fator envolvido na etiopatogenia da LPV em RNMBP.OBJECTIVE: To investigate the association between periventricular leukomalacia (PVL and neonatal sepsis in very low birth weight infants (VLBWI. METHODS: We studied VLBWI with a clinical suspicion of infection who had been born at our institution between the 1st of August, 2005 and the 31st of July, 2007. Children were excluded if they died before reaching 14 days, had malformations

  9. Fatores associados à percepção de risco de infecção pelo HIV por puérperas internadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neide de Souza Praça

    2003-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores associados à percepção de risco de infecção pelo HIV por puérperas internadas em maternidades filantrópicas. MÉTODOS: A amostra constou de 384 puérperas atendidas em duas maternidades filantrópicas do Município de São Paulo. Os dados foram coletados de janeiro a março de 2000. Todas as puérperas foram entrevistadas após 12 horas de pós-parto, quanto aos aspectos relativos a características sociodemográficas, conhecimento sobre infecções sexualmente transmissíveis/Aids (DST/Aids e às questões culturais (variáveis independentes e "se ela se sentia em risco de contrair o HIV" (variável dependente. A análise estatística foi feita pelo teste de associação pelo qui-quadrado e análise de regressão logística múltipla. RESULTADOS: Cerca de 29% das puérperas se consideraram em risco de contrair o HIV. Verificou-se que a mulher que se percebe com risco é aquela que não está em união conjugal/consensual, que apresentou DST em algum momento de sua vida e que acredita que o homem casado se diverte fora de casa como o homem solteiro. O estudo possibilitou identificar o comportamento dos sujeitos para a prevenção e a manutenção de sua saúde. CONCLUSÕES: Identificou-se assimilação das informações sobre a epidemia, influenciando na percepção de risco da mulher, mas foi considerada necessária a intensificação de atividades que promovam o envolvimento do casal e do adolescente na prevenção de infecção pelo vírus da Aids.

  10. Fatores associados à percepção de risco de infecção pelo HIV por puérperas internadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Praça Neide de Souza

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores associados à percepção de risco de infecção pelo HIV por puérperas internadas em maternidades filantrópicas. MÉTODOS: A amostra constou de 384 puérperas atendidas em duas maternidades filantrópicas do Município de São Paulo. Os dados foram coletados de janeiro a março de 2000. Todas as puérperas foram entrevistadas após 12 horas de pós-parto, quanto aos aspectos relativos a características sociodemográficas, conhecimento sobre infecções sexualmente transmissíveis/Aids (DST/Aids e às questões culturais (variáveis independentes e "se ela se sentia em risco de contrair o HIV" (variável dependente. A análise estatística foi feita pelo teste de associação pelo qui-quadrado e análise de regressão logística múltipla. RESULTADOS: Cerca de 29% das puérperas se consideraram em risco de contrair o HIV. Verificou-se que a mulher que se percebe com risco é aquela que não está em união conjugal/consensual, que apresentou DST em algum momento de sua vida e que acredita que o homem casado se diverte fora de casa como o homem solteiro. O estudo possibilitou identificar o comportamento dos sujeitos para a prevenção e a manutenção de sua saúde. CONCLUSÕES: Identificou-se assimilação das informações sobre a epidemia, influenciando na percepção de risco da mulher, mas foi considerada necessária a intensificação de atividades que promovam o envolvimento do casal e do adolescente na prevenção de infecção pelo vírus da Aids.

  11. Risco de distúrbios psiquiátricos menores em área metropolitana na região Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Fátima Marinho Souza

    1998-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever e analisar as características associadas ao risco de ocorrência de distúrbios psiquiátricos menores para a categoria de motoristas e cobradores de ônibus urbanos na cidade de São Paulo (Brasil, em 1990. METODOLOGIA: Estudou-se a prevalência dos distúrbios psiquiátricos menores (DPM em uma amostra de 925 motoristas e cobradores, controlando e identificando as variáveis de confundimento existentes, através da análise de regressão logística, utilizando-se um modelo progressivo, passo a passo. RESULTADOS: Observou-se uma prevalência de DPM de 20,3% no conjunto dos dois grupos de trabalhadores, sendo significativamente maior entre os cobradores (28% do que entre os motoristas (13% (p < 0,0001. A análise de regressão logística mostrou o trânsito intenso (or = 1,99; com intervalo de confiança de 95% = 1,39-2,84 e a condição ocupacional de cobrador (or = 1,84; ic95% = 1,09-3,10 como os fatores de maior risco para os DPM. Além desses, mostraram-se fatores de risco, o déficit de sono (dormir menos que 6 horas diárias, o absenteísmo, utilização de banco sem mecanismos de regulagem, migração da região Nordeste e alterações na escala de trabalho. CONCLUSÕES: O risco para a categoria ocupacional cobrador sugere a importância deste trabalho específico como determinante do sofrimento psíquico, levando a considerar-se a relação com os passageiros como um possível fator de risco, pois esta é nuclear no trabalho do cobrador. Recomenda-se a realização de novos estudos que busquem entender melhor a relação com os passageiros, a especificidade do trabalho do cobrador e do motorista e seus problemas de saúde, de modo a subsidiar-se mudanças na organização do trabalho do sistema.

  12. Risco de distúrbios psiquiátricos menores em área metropolitana na região Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Maria de Fátima Marinho

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever e analisar as características associadas ao risco de ocorrência de distúrbios psiquiátricos menores para a categoria de motoristas e cobradores de ônibus urbanos na cidade de São Paulo (Brasil, em 1990. METODOLOGIA: Estudou-se a prevalência dos distúrbios psiquiátricos menores (DPM em uma amostra de 925 motoristas e cobradores, controlando e identificando as variáveis de confundimento existentes, através da análise de regressão logística, utilizando-se um modelo progressivo, passo a passo. RESULTADOS: Observou-se uma prevalência de DPM de 20,3% no conjunto dos dois grupos de trabalhadores, sendo significativamente maior entre os cobradores (28% do que entre os motoristas (13% (p < 0,0001. A análise de regressão logística mostrou o trânsito intenso (or = 1,99; com intervalo de confiança de 95% = 1,39-2,84 e a condição ocupacional de cobrador (or = 1,84; ic95% = 1,09-3,10 como os fatores de maior risco para os DPM. Além desses, mostraram-se fatores de risco, o déficit de sono (dormir menos que 6 horas diárias, o absenteísmo, utilização de banco sem mecanismos de regulagem, migração da região Nordeste e alterações na escala de trabalho. CONCLUSÕES: O risco para a categoria ocupacional cobrador sugere a importância deste trabalho específico como determinante do sofrimento psíquico, levando a considerar-se a relação com os passageiros como um possível fator de risco, pois esta é nuclear no trabalho do cobrador. Recomenda-se a realização de novos estudos que busquem entender melhor a relação com os passageiros, a especificidade do trabalho do cobrador e do motorista e seus problemas de saúde, de modo a subsidiar-se mudanças na organização do trabalho do sistema.

  13. Fatores de risco para mortalidade por doenças cardiovasculares associados à alta exposição ao tráfego veicular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Poliany Cristiny de Oliveira Rodrigues

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Identificar áreas e fatores de risco para a mortalidade causada por doenças cardiovasculares (DC associados à poluição do ar proveniente da alta exposição ao tráfego. Métodos: Estudo transversal da mortalidade por DC em 2.617 indivíduos de 45 a 85 anos residentes na zona urbana de Cuiabá e Várzea Grande, Mato Grosso, entre 2009 e 2011. Utilizou-se a proximidade residencial de até 150 metros de uma via de grande fluxo de veículos como proxy da alta exposição à poluição atmosférica proveniente do tráfego. A associação entre idade, sexo, renda e intensidade do trânsito com a exposição ao tráfego foi avaliada por meio de regressão logística múltipla. Foram realizadas análises estratificadas para observar a influência das estações do ano e dos grupos de causas. Utilizou-se modelo espacial de probabilidade de Bernoulli para identificação de áreas de risco. Resultados: Os principais fatores de risco para mortalidade por DC associados à alta exposição ao tráfego foram: residir em setores censitários com renda muito desigual (OR = 1,78; IC95% 1,36 - 2,33, trânsito intenso (OR = 1,20; IC95% 1,01 - 1,43 e sexo feminino (OR = 1,18; IC95% 1,01 - 1,38. O risco de mortalidade por DC aumenta cerca de 10% no período de seca. Foram identificadas nove áreas de risco. Conclusão: A alta exposição ao tráfego está associada à mortalidade por DC em Cuiabá e Várzea Grande. A desigualdade de renda, a intensidade do trânsito e o sexo feminino apresentaram-se como os principais determinantes dessa exposição, além da estação seca potencializá-la.

  14. Associação entre medidas antropométricas e fatores de risco cardiovascular em crianças e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miria Suzana Burgos

    2013-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A obesidade tem sido identificada como importante fator de risco no desenvolvimento de doenças cardiovasculares, porém outros fatores exercem influência, combinados ou não à obesidade, e devem ser considerados na estratificação de risco cardiovascular em pediatria. OBJETIVO: Analisar a associação entre medidas antropométricas e fatores de risco cardiovascular, investigar os determinantes para as mudanças da pressão arterial (PA e propor uma equação de predição para circunferência de cintura (CC em crianças e adolescentes. MÉTODOS: Foram avaliadas 1.950 crianças e adolescentes, com idade entre 7-18 anos. Foi investigada a gordura visceral pela CC e a relação cintura-quadril, PA e índice de massa corporal (IMC. Em uma subamostra selecionada aleatoriamente desses voluntários (n = 578, foram medidos o colesterol total, a glicemia e os triglicerídeos. RESULTADOS: A CC se correlacionou positivamente com o IMC (r = 0,85; p < 0,001 e a PA (PAS r = 0,45 e PAD = 0,37; p < 0,001. A glicemia e os triglicerídeos apresentaram correlação fraca com a CC (r = 0,110; p = 0,008 e r = 0,201; p < 0,001, respectivamente. O colesterol total não se correlacionou com nenhuma variável. Idade, IMC e CC foram preditores significativos nos modelos de regressão para PA (p < 0,001. Propõe-se uma equação de predição da CC para crianças e adolescentes: meninos: y = 17,243 + 0,316 (altura em cm; meninas: y = 25,197 + 0,256 (altura em cm. CONCLUSÃO: A CC está associada com fatores de risco cardiovascular e apresenta-se como fator preditor de risco para hipertensão em crianças e adolescentes. A equação de predição para CC proposta em nosso estudo deve ser testada em futuros trabalhos.

  15. Ícones para mapas de riscos: uma proposta construída com os trabalhadores Icons for occupational risk maps: a proposal developed with workers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Facchini

    1997-09-01

    Full Text Available Em estudo realizado na indústria da alimentação de Pelotas, utilizou-se a metodologia do Modelo Operário para elaborar mapas de riscos. Inicialmente, representaram-se os grupos de riscos por meio de figuras geométricas, com graduação de tamanho para caracterizar a intensidade. Notou-se que estas tinham pouco significado para o trabalhador. Além disso, com a agregação de riscos com diferentes impactos sobre a saúde, perdia-se o detalhamento da exposição. Como alternativa, desenvolveu-se uma iconografia, partindo da visão do trabalhador. A investigação foi qualitativa e realizou-se em três etapas com sessenta trabalhadores, que sugeriram e selecionaram os ícones mais adequados. A seguir, utilizando-se processo serigráfico, estes foram digitalizados e impressos em adesivos para que o próprio trabalhador pudesse colá-los no mapa de riscos. Cada risco é representado por um ícone e a intensidade de exposição é expressa pela sua cor. Este artigo apresenta estes ícones e o processo desenvolvido para a sua elaboração.The methodology known as the workers' model was used to design risk maps in a study performed in the food-processing industry in Pelotas, in the State of Rio Grande do Sul in southern Brazil. The various types of occupational risks were initially represented by geometric figures, with a size gradient to represent intensity. Joint investigation of these icons showed that they had little meaning for the workers. In addition, risks from a same group (physical, chemical, etc. but with different impact on health were grouped, thus missing the specificities of exposure. As an alternative, and starting from workers' own risk perceptions, a set of risk icons was developed. The study was done in three steps involving sixty workers, who proposed and selected the most suitable symbols, which were subsequently printed on stickers using silk-screen so that the workers could glue them on the risk maps. Each risk is represented

  16. Riscos no ambiente de trabalho no setor de panificação: um estudo de caso em duas indústrias de biscoitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Mota de Vasconcelos

    2015-09-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo identificar e analisar os riscos no ambiente de trabalho no setor de panificação em duas indústrias de fabricação de biscoitos de pequeno porte. O levantamento de dados foi feito de forma qualitativa, com identificação e avaliação dos fatores de riscos ambientais ocupacionais (físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes, observando as normas ISO 14001, OHSAS 18001, AS/NZS 4360, NBR 14009, NBR 14153 e as Normas Regulamentadoras (NR do Ministério do Trabalho e Emprego. Também foram realizadas medições dos índices de exposição ao ruído e ao calor, conforme a NR 15 e do nível de iluminância nos ambientes, conforme a NR 17. As empresas (denominadas “A” e “B” apresentaram níveis de riscos distintos, classificados como triviais, toleráveis, moderados e substanciais. Dos parâmetros de riscos avaliados, identificou-se que a empresa “B” foi a que apresentou maior exposição ao risco com potencial de causar danos à saúde e à integridade física dos seus trabalhadores, havendo necessidade imediata de intervenção. A partir das indústrias avaliadas, foi possível verificar que, mesmo em meio às exigências legais, as questões relacionadas à saúde e segurança no trabalho são muitas vezes consideradas como fator secundário. Os cuidados relacionados à qualidade, higiene e segurança dos seus produtos são sempre priorizados. Ressalta-se que os gastos efetuados com a prevenção de acidentes e doenças do trabalho devem ser vistos como investimentos, uma vez que poderão contribuir para melhor qualidade de vida dos profissionais, com possibilidades de maximização das atividades por eles desempenhadas.

  17. A melanoma risk score in a Brazilian population Um escore de risco para melanoma em uma população brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucio Bakos

    2013-04-01

    Full Text Available BACKGROUND: Important risk factors for cutaneous melanoma (CM are recognized, but standardized scores for individual assessment must still be developed. OBJECTIVES: The objective of this study was to develop a risk score of CM for a Brazilian sample. METHODS: To verify the estimates of the main risk factors for melanoma, derived from a meta-analysis (Italian-based study, and externally validate them in a population in southern Brazil by means of a case-control study. A total of 117 individuals were evaluated. Different models were constructed combining the summary coefficients of different risk factors, derived from the meta-analysis, multiplied by the corresponding category of each variable for each participant according to a mathematical expression. RESULTS: the variable that best predicted the risk of CM in the studied population was hair color (AUC: 0.71; 95% CI: 0.62-0.79. Other important factors were freckles, sunburn episodes, and skin and eye color. Consideration of other variables such as common nevi, elastosis, family history, and premalignant lesions did not improve the predictive ability of the models. CONCLUSION: The discriminating capacity of the proposed model proved to be superior or comparable to that of previous risk models proposed for CM. FUNDAMENTOS: importantes fatores de risco para melanoma cutâneo são reconhecidos, mas escores padronizados para avaliação individual ainda precisam ser elaborados. OBJETIVOS: o objetivo deste estudo foi desenvolver um escore de risco de melanoma cutâneo para uma amostra brasileira. MÉTODOS: verificar as estimativas dos principais fatores de risco para melanoma, derivado de uma meta-análise (estudo de base italiano e, externamente, validar em uma população do sul do Brasil por um estudo caso-controle. Um total de 117 indivíduos foram avaliados. RESULTADOS: a variável com maior poder preditivo para o risco de melanoma cutâneo na população estudada foi a cor do cabelo (AUC: 0

  18. IMPLANTAÇÃO DA AUDITORIA BASEADA EM RISCO EM UMA ENTIDADE DO "SISTEMA S": O CASO DO SEBRAE/CE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Carvalho de Santana Pinho

    2015-12-01

    Full Text Available Com a crescente complexidade dos negócios, muitas entidades viram a necessidade de um controle maior sobre o risco para que seus objetivos pudessem ser atingidos. O presente trabalho discorre sobre a Auditoria Baseada em Risco (ABR, evidenciando suas principais características. O estudo apresenta-se relevante tanto para o meio empresarial, evidenciando as etapas de implantação dessa metodologia, como para o meio acadêmico, que possui poucos estudos relacionados ao tema, conforme observações empíricas. Assim, coube como pergunta de pesquisa: Quais fatores contribuem para a adequada implantação de uma Auditoria Baseada em Risco? Tem-se como objetivo geral deste estudo, identificar os fatores de sucesso na implantação da Auditoria Baseada em Risco (ABR. Escolheu-se como procedimento de pesquisa o estudo de caso. Os dados foram obtidos por intermédio da documentação oficial de implantação da ABR na entidade a qual descreve todas as etapas de implantação, além de aplicação de entrevista e questionário entre os auditores internos da empresa e gestores das áreas de Licitação, Contabilidade e Jurídico Concluiu-se que a ABR é uma ferramenta importante para empresas que desejam avaliação independente para a Gestão de Riscos, sendo necessário um plano bem estruturado de implantação para êxito desta. Destarte, uma Auditoria Interna Tradicional bem desenvolvida, ou seja, que mantém um controle interno eficaz, se torna uma característica facilitadora para a mudança de escopo, pois para a correta implantação da ABR é necessário um ambiente de gestão robusto e o efetivo envolvimento da equipe de auditoria.

  19. DOES DEPOSIT INSURANCE INDUCE MORAL HAZARD? AN EMPIRICAL STUDY WITH CREDIT UNIONS FROM THE STATE OF MINAS GERAIS O SEGURO-DEPÓSITO INDUZ RISCO MORAL? UM ESTUDO EMPÍRICO COM AS COOPERATIVAS DE CRÉDITO DO ESTADO DE MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Gama Fully Bressan

    2013-01-01

    Full Text Available The deposit insurance mechanism is aimed at the security and liquidity of the financial system. But, paradoxically,  it may end up increasing the instability of  the financial system as a result of  themoral hazard problem. In fact, conflicting interests of the parties coupled with imperfect monitoringcan induce financial institutions under the protection of a deposit insurance system to run into morerisk than  the level recommended by the fund manager.  This study tested the hypothesis that the Deposits Guarantee Fund (FGD has not induced the  moral hazard  problem,  using a panel composed of 62% of credit unions in the state of Minas Gerais affiliated to the Sicoob-Crediminassystem from January 1995 to May 2008. We tested alternative specifications for panel data models using six proxies for the degree of risk exposure of cooperatives as suggested by the literature. Wefound that the preferred model is the fixed e ects model estimated by Feasible Generalized Least Squares.  We could not reject the null hypothesis that the FGD has not induced moral hazard problems.O mecanismo de seguro-depósito objetiva criar segurança e liquidez no sistema financeiro, mas,paradoxalmente, pode gerar instabilidade ao sistema, por conta  do problema de risco moral.  Os interesses conflitantes  das partes, aliados ao monitoramento imperfeito, podem induzir asinstituições financeiras sob a égide do  seguro-depósito  a expor-se a um risco  maior do que opreconizado pelo fundo gestor do fundo. Sob essa perspectiva, o presente estudo testou a hipótesede que o Fundo Garantidor de Depósitos (FGD não induz ao risco moral, de acordo com um painel composto  de 62% das cooperativas de crédito do Estado de Minas Gerais, filiadas ao sistemaSicoob-Crediminas de janeiro de 1995 a maio de 2008. Foram testadas diversas especificações demodelos em painel utilizando-se seis proxies para a mensuração do grau de exposição ao risco das

  20. Associação de consumo de café da manhã com fatores de risco cardiometabólico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gita Shafiee

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: o objetivo deste estudo foi avaliar a associação do consumo de café da manhã com fatores de risco cardiometabólico em uma amostra representativa, em termos nacionais, de pacientes de pediatria iranianos. MÉTODOS: os participantes do estudo, composto de 5.625 alunos em idade escolar de 10-18 anos, participaram da terceira pesquisa do sistema nacional de vigilância nas escolas (CASPIAN-III. Eles foram classificados em três grupos, com base na quantidade de dias em que consumiam café da manhã: "indivíduos que consomem café da manhã regularmente" (6-7 dias/semana, "indivíduos que consomem café da manhã normalmente" (3-5 dias/semana e "indivíduos que consomem café da manhã raramente" (0-2 dias/semana. A síndrome metabólica (SM foi definida com base nos critérios do III Painel de Tratamento de Adultos (ATP III, adaptados para a faixa etária pediátrica. Ademais, o colesterol total elevado, a lipoproteína de baixa densidade-colesterol elevada (LDL-C e a obesidade generalizada foram incluídos como outros fatores de risco cardiometabólico. As análises de regressão logística múltipla foram utilizadas para avaliar a associação entre a categoria consumo de café da manhã e fatores de risco cardiometabólico. RESULTADOS: a quantidade de pessoas classificadas como indivíduos que consomem café da manhã "regularmente", "normalmente" e "raramente" foram 2.653 (47,3%, 1.327 (23,7% e 1.624 (29%, respectivamente. As médias de triglicerídeos (TG, LDL-C, pressão arterial sistólica (PAS e índice de massa corporal (IMC foram mais elevadas no grupo de "indivíduos que consomem café da manhã raramente" (P para tendência < 0,001, ao passo que a lipoproteína de alta densidade-colesterol (HDL-C foi menor nesse grupo que nos outros. Os indivíduos que consomem café da manhã raramente apresentaram um aumento no risco de obesidade, TG e LDL-C elevados, bem como baixo HDL-C em comparação a "indivíduos que consomem caf

  1. Fatores de risco sociais, familiares e comportamentais para obesidade em adolescentes Social, familial, and behavioral risk factors for obesity in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Monteiro

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores de risco sociais, familiares, comportamentais e psicológicos para obesidade na adolescência. MÉTODO: Estudo de casos e controles aninhado a uma coorte de base populacional seguida desde o nascimento, em 1982. Os casos incluíram os adolescentes obesos conforme a definição da Organização Mundial da Saúde. Os controles foram constituídos por uma amostra aleatória da coorte, examinada em 1997 e 1998. Informações sobre fatores de risco foram obtidas dos arquivos da coorte, coletadas em diversas idades. A análise multivariada foi realizada por regressão logística. RESULTADOS: Os fatores de risco variaram conforme o sexo. Em meninos, a renda familiar maior que 1 salário-mínimo ao nascer aumentou o risco de obesidade em 6 vezes; o traço de ansiedade aumentou esse risco em 4 vezes. O risco aumentou em 10% para cada aumento unitário do índice de massa corporal materno pré-gestacional, em ambos os sexos. O peso materno atual, o fumo, a ingestão de gorduras, e o tempo despendido assistindo à televisão e em atividades físicas não se associaram com obesidade. CONCLUSÕES: Os resultados indicam que é importante estratificar por sexo os dados de estudos sobre obesidade. Além disso, os fatores relativos a fases precoces da vida mostraram-se mais fortemente associados com obesidade em adolescentes do que os fatores medidos durante a adolescência. Entretanto, não se pode excluir a possibilidade de viés, por exemplo, em termos da informação fornecida pelos adolescentes acerca de dieta e exercício físico. Sempre que possível, o estudo dos fatores de risco contemporâneos para obesidade em adolescentes deve considerar o papel de fatores precoces na vida como prováveis fontes de confusão.OBJECTIVE: To examine the impact of different social, familial, and behavioral factors on the risk of developing obesity in adolescents. METHODS: We performed a case-control study nested in a population-based cohort

  2. Fatores de risco cardiovasculares em adolescentes: indicadores biológicos e comportamentais Cardiovascular risk factors in adolescents: biological and behavioral indicators

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dartagnan Pinto Guedes

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Oferecer informações descritivas e investigar a extensão com que os fatores de risco para doenças cardiovasculares de natureza comportamental estão associados aos fatores de risco biológicos na população jovem. MÉTODOS: Amostra de 452 adolescentes (246 moças e 206 rapazes com idades entre 15 e 18 anos, selecionados de uma escola de ensino médio da cidade de Londrina, Paraná. Fatores de risco de natureza comportamental foram analisados mediante prática insuficiente de atividade física, ingestão excessiva de gorduras e de colesterol e uso de tabaco. Como indicadores dos fatores de risco biológicos recorreu-se ao sobrepeso, aos níveis elevados de pressão arterial e concentrações não-favoráveis de lipídios-lipoproteínas plasmáticas. RESULTADOS: Por volta de 20% das moças e 16% dos rapazes apresentaram pelo menos um fator de risco biológico para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O sobrepeso se associou significativamente com a ingestão excessiva de gorduras, enquanto a pressão arterial elevada se relacionou com o estilo de vida sedentário e o uso de tabaco. A excessiva ingestão de gorduras e de colesterol indicou risco aumentado de concentrações indesejáveis de lipídios-lipoproteínas plasmáticas. Adolescentes fumantes tenderam a demonstrar risco de pressão arterial e de lipídios-lipoproteínas plasmáticas alterados duas vezes maior que não-fumantes. CONCLUSÃO: Os resultados reforçam a necessidade de que intervenções direcionadas à adoção de um estilo de vida saudável, incluindo prática regular de atividade física, padrões dietéticos adequados e abstenção ao uso de tabaco, deverão ser iniciadas em idades jovens.OBJECTIVE: To provide descriptive information and investigate to what extent behavioral risk factors for cardiovascular diseases are associated with biological risk factors in the young population. METHODS: The sample included 452 adolescents (246 girls and 206 boys

  3. Risco de câncer de pulmão, laringe e esôfago atribuível ao fumo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana MB Menezes

    2002-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Os tipos de câncer de pulmão, laringe e esôfago têm como um de seus principais fatores de risco o fumo. O objetivo do estudo foi avaliar o risco populacional atribuível ao fumo nesses tipos de câncer. MÉTODOS: A pesquisa baseou-se em três estudos de caso-controle em cidade de médio porte do Brasil. Analisaram-se casos incidentes hospitalares de câncer de pulmão, de laringe e de esôfago diagnosticados por biópsias; os controles foram pacientes hospitalizados por outros motivos, sem ser câncer ou doenças altamente relacionadas ao fumo. O fator de exposição foi o tabagismo medido em três níveis: não-fumantes, ex-fumantes e fumantes atuais, definidos por meio de questionários aplicados por entrevistadores treinados. Para a medida de efeito, foi utilizado o odds ratio obtendo-se, dessa forma, o "risco populacional atribuível" ao fumo com IC de 95%. RESULTADOS: Foram estudados 122 casos e 244 controles de câncer de pulmão, 50 casos de câncer de laringe e 48 casos de câncer de esôfago, com um grupo de 96 controles comum a ambos. A prevalência da exposição ao fumo utilizada para a análise foi de 34%, que corresponde à prevalência de fumo na população adulta da cidade. Os odds ratios para o cálculo do risco populacional atribuível foram obtidos por análises ajustadas para os fatores de confusão de cada um dos estudos. Para ex-fumantes com câncer de pulmão, o risco populacional atribuível foi de 63% (IC95%, 0,58-0,68 e, para fumantes, de 71% (IC95%, 0,65-0,77. Para câncer de laringe, o RPA foi de 74% (IC95%, 0,70-0,78 para ex-fumantes e de 86% (IC95%, 0,81-0,85 para fumantes. O câncer de esôfago mostrou um risco de 54% (IC95%, 0,46-0,62 para fumantes. CONCLUSÃO: Conclui-se que o fumo é um importante fator de risco e que a cessação do mesmo contribuiria para reduções significativas na incidência de câncer nesses três sítios.

  4. Risco de câncer de pulmão, laringe e esôfago atribuível ao fumo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Menezes Ana MB

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Os tipos de câncer de pulmão, laringe e esôfago têm como um de seus principais fatores de risco o fumo. O objetivo do estudo foi avaliar o risco populacional atribuível ao fumo nesses tipos de câncer. MÉTODOS: A pesquisa baseou-se em três estudos de caso-controle em cidade de médio porte do Brasil. Analisaram-se casos incidentes hospitalares de câncer de pulmão, de laringe e de esôfago diagnosticados por biópsias; os controles foram pacientes hospitalizados por outros motivos, sem ser câncer ou doenças altamente relacionadas ao fumo. O fator de exposição foi o tabagismo medido em três níveis: não-fumantes, ex-fumantes e fumantes atuais, definidos por meio de questionários aplicados por entrevistadores treinados. Para a medida de efeito, foi utilizado o odds ratio obtendo-se, dessa forma, o "risco populacional atribuível" ao fumo com IC de 95%. RESULTADOS: Foram estudados 122 casos e 244 controles de câncer de pulmão, 50 casos de câncer de laringe e 48 casos de câncer de esôfago, com um grupo de 96 controles comum a ambos. A prevalência da exposição ao fumo utilizada para a análise foi de 34%, que corresponde à prevalência de fumo na população adulta da cidade. Os odds ratios para o cálculo do risco populacional atribuível foram obtidos por análises ajustadas para os fatores de confusão de cada um dos estudos. Para ex-fumantes com câncer de pulmão, o risco populacional atribuível foi de 63% (IC95%, 0,58-0,68 e, para fumantes, de 71% (IC95%, 0,65-0,77. Para câncer de laringe, o RPA foi de 74% (IC95%, 0,70-0,78 para ex-fumantes e de 86% (IC95%, 0,81-0,85 para fumantes. O câncer de esôfago mostrou um risco de 54% (IC95%, 0,46-0,62 para fumantes. CONCLUSÃO: Conclui-se que o fumo é um importante fator de risco e que a cessação do mesmo contribuiria para reduções significativas na incidência de câncer nesses três sítios.

  5. Estimativa do risco para diabetes mellitus tipo 2 em bancários da cidade de Tubarão, estado de Santa Catarina, Brasil = Assessing the risk for type 2 diabetes mellitus in bank employees from the city of Tubarao, Santa Catarina state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bittencourt, Amanda

    2013-01-01

    Conclusões: Os bancários da cidade de Tubarão apresentam risco de desenvolver diabetes mellitus tipo 2 em 10 anos e esse risco tende a aumentar quanto maior o tempo nesta profissão. Medidas preventivas são necessárias para melhora da qualidade de vida desses funcionários, bem como redução do risco de desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 2

  6. Modelo multidimensional para o controle da dengue: uma proposta com base na reprodução social e situações de riscos Multidimensional model for dengue control: a proposal based on social reproduction and risk situations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Laurentino dos Santos

    2011-01-01

    Full Text Available O objetivo do artigo consiste em apresentar e discutir um modelo compreensivo/explicativo, de