WorldWideScience

Sample records for risco para disfagia

  1. Associação entre risco de disfagia e risco nutricional em idosos internados em hospital universitário de Brasília Association between risk of dysphagia and nutritional risk in elderly inpatients at a univesity hospital of Brasília, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Rolim Vieira Maciel

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Investigar a associação entre o grau de risco de disfagia e o risco nutricional dos pacientes idosos internados na clínica médica do Hospital Universitário de Brasília. MÉTODOS: Estudo transversal, analítico, original, observacional, não-controlado, com amostra de conveniência e estratificada. Foram aplicados a Mini Avaliação Nutricional e o questionário de risco de disfagia em 49 pacientes idosos nas primeiras 48 horas após admissão na clínica médica, em setembro de 2006. RESULTADOS: A freqüência de idosos foi maior na faixa etária entre 60-74 anos 11meses (78%, com média de idade de 69 anos, sendo 41% mulheres e 59% homens. A proporção de risco de disfagia dos pacientes idosos foi de 69% e do estado nutricional inadequado de 71%, valor elevado principalmente entre as mulheres. Ambos os sexos se encontram em risco nutricional, masculino (20,5, Desvio-padrão - DP=5 e feminino (19, DP=6. O estudo mostrou que as mulheres apresentam uma tendência maior para risco de disfagia, porém os homens apresentam um quadro de maior gravidade (risco moderado. Foi encontrada uma correlação negativa moderada entre os valores de risco de disfagia e seus respectivos scores da Mini Avaliação Nutricional. CONCLUSÃO: Foi verificado neste estudo que os idosos apresentam dois agravantes de sua qualidade de vida: estado nutricional e disfagia, que podem ser agudizados na internação hospitalar.OBJECTIVES: This study aimed to verify the association between the degree of risk of dysphagia and nutritional risk of elderly inpatients at the medical clinic of Brasília´s University Hospital. METHODS: This is a cross-sectional, analytic, original, observational, uncontrolled study with convenience and stratified sample. The Mini Nutritional Assessment and a questionnaire to assess risk of dysphagia were administered to 49 elderly patients within the first 48 hours after admission to the medical clinic, in September 2006. RESULTS

  2. Eficacia del tratamiento rehabilitador para la disfagia en pacientes adultos con cáncer de cabeza y cuello

    OpenAIRE

    Burgués Bargues, Isabel

    2014-01-01

    RESUMEN: La disfagia es una alteración que afecta al proceso deglutorio y una de las principales secuelas del cáncer de cabeza y cuello. Esta revisión se realizó con el objetivo de reunir la evidencia científica existente sobre todos los tipos de tratamientos rehabilitadores más actuales para el abordaje multidisciplinar de esta patología tan primordial como es la disfagia. Para ello se realizaron búsquedas sistemáticas en PubMed y PEDro de estudios clínicos realizados en los últimos 10 añ...

  3. Indicadores de risco para o parto prematuro

    OpenAIRE

    Bittar,Roberto Eduardo; Zugaib, Marcelo

    2009-01-01

    Entre os vários fatores clínicos para o parto prematuro, alguns apresentam riscos substanciais, tais como história de parto prematuro, gemelidade e sangramento vaginal do segundo trimestre. No entanto, tais fatores estão presentes na minoria das mulheres que evoluem para o parto prematuro e, portanto, possuem baixa sensibilidade. A dilatação, o esvaecimento e a posição do colo uterino diagnosticados pelo toque vaginal têm sido relacionados ao aumento do risco para o parto prematuro, mas possu...

  4. Análisis de situación y adecuación de dietas para disfagia en un hospital provincial Situation and adequacyanalysis of dysphagia diets at a regional hospital

    OpenAIRE

    Moreno, C. (Cristina); García, M.J.; Martinez, C.

    2006-01-01

    El estudio pretende confirmar la adecuación de las dietas prescritas para disfagia durante la hospitalización a través de una encuesta específica para identificación, asesoramiento y manejo de la disfagia. Comparar y analizar la dieta para Disfagia que se ofrece en el Hospital con las recomendaciones para una dieta para disfagia en bibliografía nutricional reciente. A partir de los resultados obtenidos establecer mejoras en la dieta (si es necesario), y útiles de trabajo para enfermería dirig...

  5. O preparo para o trabalho de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yone Caldas Silva

    Full Text Available A autora focaliza a importância da preparação psicológica e profissional dos trabalhadores, para enfrentarem os riscos do trabalho, no cenário atual de mudanças nas organizações. Considerando a literatura científica internacional, apresenta dados de sua experiência pessoal. A partir do diagnóstico organizacional, sob a coordenação da Assessoria em Segurança, Saúde e Meio Ambiente, da Refinaria Duque de Caxias, (RJ , da qual era consultora, foi aplicada uma metodologia baseada na autonomia de ação de grupos de empregados, incluindo decisões na aplicação de recursos. Como resultados, são evidenciados a dinamização da estrutura organizacional, mudanças nas condições de trabalho, diminuição significativa nos índices e na gravidade dos acidentes, maior capacitação psicológica e profissional para o trabalho de equipe e o desenvolvimento de aptidão gerencial. Conclui, focalizando o importante papel das instituições vinculadas à segurança, saúde e meio-ambiente, indicando a necessidade de serem implementadas pesquisas de novas metodologias concernentes aos aspectos psicológicos do trabalho.

  6. Sludge como fator de risco para prematuridade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Kazuko Watanabe

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: O trabalho de parto prematuro (TPP é um grave problema de saúde pública devido à elevada morbidade e mortalidade neonatal.Como fatores de risco,destacam-se o baixo nível socioeconômico,nutrição inadequada,extremos de idade,estresse físico e psicológico,tabagismo e drogas ilícitas.Intecorrências como incompetência cervival,placenta de inserção baixa,descolamento prematuro de placenta,polidramnio,gemelaridade, rotura prematura de membranas,história prévia de parto prematuro são causas obstétricas e ginecológicas. Dentre as infecções,a corioamnionite é uma das mais importantes.A prevenção e a predição da prematuridade têm sido alvo de pesquisas através de métodos clínicos, bioquímicos e ultrassonográficos. À ultrassonografia(US,a medida do comprimento de colo uterino com transdutor vaginal(TV e a pesquisa do eco glandular endocervical auxiliam na predição do parto prematuro. Outro sinal ultrassonográfico que parece estar associado à infecção e à prematuridade é o sludge,um agregado espesso de partículas no líquido amniótico próximo ao orifício interno do colo uterino.A associação sludge e colo curto(menor que 25mmaumenta o risco de TPP. Objetivo/Metodologia: apresentamos um caso de sludge em gestante com 16 semanas e antecedente de TPP. Relato de caso:TPDA,24anos,secundigesta primípara(natimorto com 29 semanas,realizou USTV devido a colo entreaberto ao toque vaginal e ao passado obstétrico. Ao exame,visualizou-se sludge e colo medindo 3,8cm de comprimento. Foi internada para tratamento com Clindamicina e Cefalexina via oral por 10 dias.Exames de urina I, hemograma e proteína C reativa normais na internação. Alta após 5 dias,com acompanhamento semanal e prescrição de progesterona 200mg via vaginal. Conclusão: o sludge é um sinal preditor de prematuridade.

  7. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almeida Márcia Furquim de

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.

  8. Protocolo para controle de eficácia terapêutica em disfagia orofaríngea neurogênica (PROCEDON Efficacy control protocol in oropharyngeal dysphagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Gonçalves da Silva

    2010-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: apresentar uma proposta para o controle de eficácia terapêutica em disfagia orofaríngea neurogênica. MÉTODOS: o protocolo foi proposto em concordância com a literatura atual e aplicado em um indivíduo pós-acidente vascular encefálico (AVE isquêmico à direita, comprovado por tomografia computadorizada, com disfagia orofaríngea grave crônica, gênero masculino, 66 anos, apresentando aspiração laringotraqueal e em uso de sonda nasoentérica exclusiva pré-fonoterapia. Para controle da eficácia terapêutica do programa de reabilitação fonoaudiológica foi aplicado, pré e pós-fonoterapia, a classificação do grau de comprometimento da disfagia orofaríngea, Functional Oral Intake Scale (FOIS, a avaliação videofluoroscópica da deglutição com medida do tempo de trânsito faríngeo (TTF da deglutição por meio de software e da percepção do indivíduo. RESULTADOS: na pré-fonoterapia verificou-se disfagia orofaríngea grave, FOIS nível 1, presença de aspiração laringotraqueal para mais de uma consistência e tempo de trânsito faríngeo de 13 segundos. Após fonoterapia verificou-se disfagia orofaríngea moderada, FOIS nível 5, ausência de aspiração laringotraqueal e TTF de 4 segundos. CONCLUSÃO: o protocolo proposto foi capaz de avaliar a eficácia da reabilitação na disfagia orofaríngea neurogênica neste indivíduo pós-acidente vascular encefálico, tanto para mensurar as mudanças ocorridas na fisiopatologia da deglutição quanto na ingestão oral e na percepção do indivíduo. Outros estudos com populações distintas são necessários, sendo que novas propostas devem ainda refletir a inclusão da condição nutricional e pulmonar do indivíduo no controle de eficácia em disfagia orofaríngea.PURPOSE: to submit a proposal for efficacy control in neurogenic oropharyngeal dysphagia. METHODS: the protocol was proposed in accordance with other researches and applied in one post-stroke individual

  9. Estudo multicêntrico sobre escalas para grau de comprometimento em disfagia orofaríngea neurogênica Multicenter study about severity scales of neurogenic oropharyngeal dysphagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Gonçalves da Silva

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a concordância entre distintas escalas para grau de comprometimento em disfagia orofaríngea neurogênica. MÉTODOS: Foi realizado estudo clínico transversal. Participaram 200 indivíduos com disfagia orofaríngea neurogênica, 108 do gênero masculino e 92 do gênero feminino, com idades de 3 meses a 91 anos. Foram aplicadas quatro escalas para classificar o grau de comprometimento da disfagia orofaríngea, sendo duas escalas clínicas e duas videofluoroscópicas. Análises estatísticas foram realizadas para verificar a concordância entre as escalas clínicas e objetivas. RESULTADOS: Os resultados mostraram concordância muito boa entre as escalas clínicas estudadas (Kappa=0,92 e concordância moderada entre as escalas objetivas (Kappa=0,52. CONCLUSÃO: Embora a concordância entre as escalas clínicas tenha sido muito boa e entre as escalas objetivas tenha sido moderada, ainda é necessária ampla discussão e possível revisão dos parâmetros que definem o grau de comprometimento da disfagia orofaríngea em pacientes neurológicos.PURPOSE: To analyze the agreement among different severity scales for neurogenic oropharyngeal dysphagia. METHODS: A clinical cross-sectional study was conducted. Participants were 200 individuals (108 male, 92 female with neurogenic oropharyngeal dysphagia, aged between three months and 91 years. Four severity scales were applied to classify the oropharyngeal dysphagia: two clinical scales and two videofluoroscopic scales. Statistical analysis were conducted to verify the agreement between clinical and objective scales. RESULTS: Results showed very good agreement between the clinical scales (kappa=0.92 and moderate agreement between the objective scales (kappa=0.52. CONCLUSION: Although the agreement between the clinical scales was very good and between the objective scales was moderate, further discussion and possible revision of the parameters that define the severity of oropharyngeal

  10. FATORES DE RISCO PARA QUEDAS EM IDOSOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Gabrielle de Sousa Costa

    2013-01-01

    Full Text Available La ocurrencia de caídas representa obstáculo en la salud de ancianos y aumenta su dependencia. El objetivo fue investigar los factores de riesgos intrínsecos y extrínsecos, además de posibles asociaciones estadísticas para caídas en ancianos en los últimos seis meses. Estudio caso-control con enfoque cuantitativo, desarrollado en tres Asociaciones de Rehabilitación y un Centro de Asistencia Social, con dos grupos con treinta ancianos cada, un grupo con caídas (caso y otro sin caídas (control. Datos recogidos de enero hasta abril de 2010, por formulario. Los datos fueron organizados en plantillas y analizados por programa estadístico. El grupo caso presentó peores condiciones intrínsecas y más factores extrínsecos. Entre los factores de riesgo intrínsecos estadísticamente significativos, se señalan: alteraciones en los pies, equilibrio perjudicado y alteraciones propioceptivas. Por el refuerzo de la hipótesis de multicausalidad para ocurrencia de caídas, la posibilidad de actuación del enfermero.

  11. Efecto de las variables de preparación sobre la textura en alimentos adaptados para pacientes con disfagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olaia Martínez González

    Full Text Available Introducción: la disfagia o dificultad de deglución afecta a 1 de cada 2 mayores hospitalizados y genera problemas de desnutrición o deshidratación, y aparición de neumonía por aspiración. En situaciones de disfagia orofaríngea, cuando la alimentación oral aún es posible, se deben espesar las texturas líquidas de cara a evitar dichas complicaciones. A los alimentos, tanto fríos como calientes, habitualmente se les añaden espesantes comerciales consistentes en almidones modificados siguiendo especificaciones muy generales que hacen difícil conseguir la textura adaptada a las necesidades personales. Objetivo: el objetivo de este trabajo fue estudiar el efecto de la temperatura del alimento (10 ºC y 50 ºC, la dosificación (néctar, miel y pudin y el tiempo transcurrido desde la preparación (0, 3, 5, 10, 20 min sobre los parámetros de textura de agua espesada a base de uno de los espesantes más ampliamente comercializados. Método: las muestras se analizaron por triplicado en un texturómetro TA.XT2i (Stable Micro Systems, UK mediante ensayo de compresión-extrusión, empleando una sonda de 2,5 cm de diámetro a una velocidad de 3 mm/s y con una célula de carga de 5 kg. A partir de las curvas fuerza vs. tiempo obtenidas se cuantificaron parámetros indicadores de la firmeza, la adhesividad y el trabajo de las muestras. Resultados y conclusión: en general, los parámetros relacionados con la consistencia fueron significativamente (α < 0,05 superiores en las muestras a mayor temperatura, lo que se puede relacionar con fenómenos incipientes de gelatinización. A su vez, se observó un incremento en los valores de todos los parámetros de textura al aumentar la concentración del espesante y a medida que transcurría el tiempo desde la mezcla de este en el agua. Estos resultados apuntan a la necesidad de realizar un trabajo exhaustivo de caracterización, ampliado también a otros productos y matrices alimentarias, de cara a

  12. Avaliação da presença de risco para queda em idosos

    OpenAIRE

    Tatiana Rocha Machado; Célida Juliana de Oliveira; Francisca Bertilia Chaves Costa; Thelma Leite de Araujo

    2009-01-01

    As quedas são um importante fator causal para a dependência dos idosos, pois, estão relacionadas a um índiceelevado de incapacidade e de mortalidade. Objetivou-se avaliar os fatores de risco para quedas presentes em umgrupo de idosos de acordo com o diagnóstico de enfermagem “Risco para quedas” da NANDA (versão 2001/2002) edeterminar o grau de susceptibilidade aumentado para quedas nos idosos segundo a “Escala de risco de quedas deDownton”. Estudo descritivo realizado com 24 idosos no período...

  13. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicinee Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.

  14. Análisis de situación y adecuación de dietas para disfagia en un hospital provincial Situation and adequacyanalysis of dysphagia diets at a regional hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. Moreno

    2006-02-01

    Full Text Available El estudio pretende confirmar la adecuación de las dietas prescritas para disfagia durante la hospitalización a través de una encuesta específica para identificación, asesoramiento y manejo de la disfagia. Comparar y analizar la dieta para Disfagia que se ofrece en el Hospital con las recomendaciones para una dieta para disfagia en bibliografía nutricional reciente. A partir de los resultados obtenidos establecer mejoras en la dieta (si es necesario, y útiles de trabajo para enfermería dirigidos a detección precoz de problemas en la deglución y disminución de riesgos de malnutrición, deshidratación y aspiración SUJETOS Y MÉTODO: Se realiza un estudio transversal de los enfermos de nuestro hospital con prescripción de dieta para DISFAGIA, valorando la utilidad de la dieta, las características que tiene a 30 pacientes, ingresados en el complejo Hospitalario de Segovia en distintas Unidades de Enfermería y con Dieta establecida para Disfagia, durante dos meses y con diferentes patologías:. Las edades estaban comprendidas entre 65-85 años. RESULTADOS: La encuesta fue analizada y se comprobó que todos los pacientes presentaban un deterioro en la deglución.. El análisis nutricional mostró una inadecuada adaptación en la dieta hospitalaria para pacientes con Disfagia con respecto a la consistencia en algunos plato y fue significativo el escaso aporte en energía (X 1339 kcal, escaso aporte de proteínas 58 gr, también era deficiente en algún mineral (hierro y Calcio y vitaminas (vitamina C CONCLUSIONES: La Disfagia es un problema que afecta a un número importante de pacientes de nuestro Hospital (10-15%. La dieta que suministraba el Hospital era inadecuada antes del estudio. Se ha diseñado una dieta. más adecuada en cuanto al valor nutricional y en la consistencia, se amplía su indicación, así como las medidas de intervención y valoración previa del paciente. La Unidad de Dietética ha puesto en marcha mejoras del

  15. Disfagia en ancianos que viven en residencias geriátricas de Barcelona

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.ª José Torres Camacho

    Full Text Available El 15% de las personas mayores de 65 años sufre disfagia y la prevalencia en residencias geriátricas (RG se estima en un 40%. Objetivos: conocer la prevalencia de ancianos con disfagia en RG de Barcelona y describir el estado funcional (físico y psíquico, edad, sexo, patologías, fármacos que inciden en la posible aparición de la disfagia y valorar las medidas dietéticas adoptadas por las RG para el manejo de la disfagia. Métodos: se han estudiado 1.777 residentes de 66 RG valorados por la Unidad de Atención Domiciliaria Geriátrica (UADG hasta septiembre de 2008. El estudio se realiza mediante un cuestionario elaborado por la UADG asesorado por Nestlé Nutrition. Resultados: el perfil de las personas con disfagia es de mujeres mayores de 85 años con dependencia física importante y deterioro cognitivo severo. La mitad presenta algún tipo de demencia. La prevalencia de disfagia es del 5,40%. La disfagia a líquidos es del 88,52%. La utilización de espesantes comerciales es reducida. La prevalencia de disfagias a texturas mixtas es del 76,03%. La dieta triturada se da en el 79,16%. Utiliza dieta adecuada el 87,5%. La disfagia sólo consta en la historia clínica en el 13,54%. Conclusiones: la disfagia debe quedar reflejada en la historia clínica. El personal de las RG necesita formación para reconocer los signos de alerta indicativos de disfagia. Las medidas dietéticas son fundamentales.

  16. Ícones para mapas de riscos: uma proposta construída com os trabalhadores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Facchini Luiz Augusto

    1997-01-01

    Full Text Available Em estudo realizado na indústria da alimentação de Pelotas, utilizou-se a metodologia do Modelo Operário para elaborar mapas de riscos. Inicialmente, representaram-se os grupos de riscos por meio de figuras geométricas, com graduação de tamanho para caracterizar a intensidade. Notou-se que estas tinham pouco significado para o trabalhador. Além disso, com a agregação de riscos com diferentes impactos sobre a saúde, perdia-se o detalhamento da exposição. Como alternativa, desenvolveu-se uma iconografia, partindo da visão do trabalhador. A investigação foi qualitativa e realizou-se em três etapas com sessenta trabalhadores, que sugeriram e selecionaram os ícones mais adequados. A seguir, utilizando-se processo serigráfico, estes foram digitalizados e impressos em adesivos para que o próprio trabalhador pudesse colá-los no mapa de riscos. Cada risco é representado por um ícone e a intensidade de exposição é expressa pela sua cor. Este artigo apresenta estes ícones e o processo desenvolvido para a sua elaboração.

  17. Una causa poco frecuente de disfagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julián Castro Castro

    2012-12-01

    Full Text Available Paciente varón de 68 años valorado por un cuadro de disfagia progresiva de varios meses de evolución acompañado de cervicalgias. Es remitido a consultas externas del Servicio de Otorrinolaringología, donde se evidencia en el examen fibroscópico, una impronta sobre la pared posterior de la faringe. Se solicita tomografía computarizada cervical para descartar patología infecciosa del tipo absceso retrofaríngeo o neoplásica.

  18. PERFIL DA DISFAGIA APÓS UM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    CARINA TEIXEIRA PAIXÃO

    2010-01-01

    Full Text Available Este artículo trata de disfagia decurrente de una enfermedad vascular cerebral (EVC. El objetivo fue determinar el perfil de las publicaciones acerca de la disfagia en pacientes víctimas de EVC. Investigación de revisión integradora que usó los mismos descriptores en las bases Medline, Scielo e Lilacs, seleccionando 17 artículos entre 1998 a 2008. Los datos fueron analizados a partir de las categorías correspondientes a los enfoques de las publicaciones encontradas. Los resultados muestran diecisiete artículos agrupados en dos categorías, la que trató de la incidencia y características de la disfagia (9 y la que discutió las complicaciones de la disfagia (8. Las publicaciones de la primera categoría muestran una incidencia de la disfagia entre 30% a 91% e indican que tamaño y localización de la lesión son determinantes en la gravedad de la disfagia. La segunda categoría presenta la pulmonía y desnutrición como consecuencias de la disfagia. Se concluye que el enfermero debe guiar los cuidados direccionados a limitar el efecto de la disfagia post EVC y sus complicaciones para el paciente.

  19. Fatores de risco comportamentais acumulados para doenças cardiovasculares no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludmila Correa Muniz

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência e identificar fatores associados ao acúmulo de comportamentos de risco para doenças cardiovasculares entre adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 2.732 adultos de ambos os sexos de Pelotas, RS, em 2010. Os fatores de risco comportamentais investigados foram: tabagismo; inatividade física no lazer; consumo habitual de gordura aparente da carne; e consumo diário de embutidos, carne vermelha e leite integral. O desfecho do estudo foi o escore de aglomeração de fatores de risco comportamentais, variando de zero a três: nenhum fator de risco comportamental para doenças cardiovasculares ou exposição a 1, 2 ou > 3 fatores de risco comportamentais. Realizou-se regressão logística multinomial para avaliar o efeito ajustado das características individuais sobre o acúmulo de fatores de risco comportamentais, tendo como categoria de referência indivíduos sem qualquer dos fatores. RESULTADOS: A inatividade física foi o fator de risco mais prevalente (75,6%, seguido do consumo habitual de gordura aparente da carne (52,3%. Dois terços da população apresentaram dois ou mais fatores de risco comportamentais. A combinação de inatividade física e consumo habitual de gordura aparente da carne ocorreu em 17,5% da amostra; e inatividade física, consumo habitual de gordura aparente da carne e tabagismo, em 6,7%. Os odds ratios de acúmulo de dois ou mais fatores foram maiores entre homens e associaram-se inversamente com o indicador econômico nacional. CONCLUSÕES: O acúmulo de fatores de risco comportamentais para doenças cardiovasculares é elevado na população estudada. São necessárias intervenções públicas capazes de prevenir a ocorrência simultânea desses fatores.

  20. Fatores de risco para complicações em extremidades inferiores de pessoas com diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Emília Pace

    2002-10-01

    Full Text Available O estudo analisou fatores de risco para complicações em pés de pessoas com diabetes em Unidade Ambulatorial. Os dados foram obtidos por meio de entrevista semi-estruturada, avaliação de pés e exames laboratoriais. Os riscos tiveram a análise segundo Zavala e Braver e Sistema de Classificação do Consenso Internacional sobre Pé Diabético, mediante estatística descritiva. Nos resultados, a idade média foi 53,3±13 anos, tempo da doença 12,9±9 e 58% tinham ensino fundamental incompleto. Dentre os riscos, identificou-se complicações microvasculares, hipertensão arterial, nível glicêmico inadequado, sedentarismo, uso de sapatos inapropriados, somadas às alterações dermatológicas e estruturais. No risco para úlceras, obteve-se 19,1% entre as categorias 2 e 3. Os dados reforçaram necessidade de atendimento primário com ênfase na avaliação de riscos e educação do paciente.

  1. O tétano como doença de base para disfagia Tetanus as a base illness for dysphagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Maria da Silva

    2010-06-01

    Full Text Available TEMA: disfagia e tétano. OBJETIVO: apresentar revisão bibliográfica sobre a fisiopatologia do tétano e como a deglutição pode ser afetada por essa doença. CONCLUSÃO: apesar da pouca existência de bibliografia, que relacionem o tétano a disfagia, a pesquisa demonstrou que a deglutição pode ser afetada em todas as suas fases, inclusive a esofágica, devido à contratura muscular decorrente da ação da neurotoxina tetanopasmina.BACKGROUND: swallowing disorders and tetanus. PURPOSE: to review the pathophysiology of tetanus and how swallowing may be affected by this disease. CONCLUSION: despite the low availability of literature that relates tetanus to dysphagia, the search demonstrated data showing that swallowing may be affected at all stages including the esophagus, due to muscle contraction resulting from the action of the tetanospasmin neurotoxin.

  2. Riscos ocupacionais para a equipe de enfermagem que trabalha em hemodiálise

    OpenAIRE

    2012-01-01

    Este estudo tem como objetivo analisar riscos ocupacionais, aos quais a enfermagem está exposta no cuidado em hemodiálise. Defende-se a tese de que medidas de segurança são negligenciadas para os riscos ocupacionais que não são vistos ou sentidos. A investigação foi composta de dois momentos sendo o primeiro a análise da ocorrência de riscos no reprocessamento de sistemas de hemodiálise por inquérito recordatório. Quatro enfermeiras e oito técnicos enfermagem do hospital-escola responderam ao...

  3. Fatores de risco para o despertar intraoperatório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogean Rodrigues Nunes

    2012-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O despertar intraoperatório, evento adverso na anestesia geral, pode ocorrer em cerca de 20.000 casos por ano, o que em si justifica o estudo dos fatores de risco deste evento. O objetivo deste estudo foi fazer uma revisão sobre o tema com a finalidade de diminuir a incidência do despertar intraoperatório e das sequelas psicológicas decorrentes deste incidente, que podem resultar em síndrome de estresse pós-traumático com repercussões negativas sobre o desempenho social, psíquico e funcional do paciente cirúrgico. CONTEÚ;DO: Foi realizada revisão sobre o despertar intraoperatório, avaliando suas diferentes fases durante anestesia geral, sonhos, vigília, memória explicita e implícita, assim como análise, consequências e prevenção dos principais fatores relacionados ao mesmo. CONCLUSÕES: A diminuição na incidência do despertar durante anestesia está ligada ao melhor desempenho cientifico e técnico do anestesiologista, envolvendo questões como a monitoração, a compreensão sobre os componentes da atividade anestésica, drogas hipnóticas, analgésicas, bloqueadores neuromusculares, controle de reflexos autonômicos e motores, além dos fatores de risco envolvidos neste evento.

  4. Fatores de Risco para Infecção Pós-Craniotomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Palmer Irffi

    2016-10-01

    Full Text Available Justificativa e Objetivos: A infecção pós-craniotomia é um risco real para a recuperação do paciente, com aumento da morbimortalidade e, também, dos custos para o sistema de saúde. Com uma alta incidência de complicações, chegando a até 11%, é importante ter noção dos fatores de risco desse procedimento a fim de melhorar a qualidade do atendimento e da recuperação do paciente. Dessa forma, o objetivo desse artigo é definir o risco de infecção nesse procedimento; indicar a incidência de infecção de sítio cirúrgico e de meningite; apontar os principais fatores de risco; e calcular a taxa de óbito de craniotomia. Métodos: O estudo foi uma coorte retrospectiva em seis hospitais de Belo Horizonte por um período de dez anos. Dados foram colhidos e analisados buscando resultados relacionados à incidência e aos fatores de risco pós-craniotomia. Resultados: As infecções globais têm uma incidência de 8,8%, as infecções de sítio cirúrgico de 5,1% e as meningites de 2,3%. A taxa de letalidade está em 8,3%. Conclusão: Os principais fatores de risco são o escore American Society of Anesthesiologists (ASA > 2 e o uso de próteses; o uso de anestesia geral se mostrou um fator protetor em relação ao desenvolvimento de infecções.

  5. Modelo computacional para determinação do risco econômico em culturas irrigadas

    OpenAIRE

    Patricia Angélica Alves Marques

    2005-01-01

    As empresas agrícolas atuam sob condições de risco, dessa maneira a utilidade de modelos determinísticos para fins de planejamento torna-se relativamente limitada. Isto implica na necessidade de não se desprezar a aleatoriedade de determinados coeficientes e introduzir o risco na análise do projeto. Com este objetivo, desenvolveu-se uma ferramenta na forma de um Modelo Computacional para Determinação do Risco Econômico em Culturas Irrigadas, para o ambiente Windows XP em linguagem Delphi 7.0...

  6. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coutinho Evandro da Silva Freire

    2002-01-01

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  7. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro da Silva Freire Coutinho

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  8. Guía de práctica clínica basada en la evidencia para el diagnóstico de disfagia en niños

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Lucía Morales Múnera

    2008-11-01

    Full Text Available La deglución es el proceso fisiológico que logra el trasporte del bolo alimenticio desde la cavidad oral hasta el estómago; su alteración se denomina disfagia y puede ser de causa orgánica, funcional o mixta. La disfagia está incluida en el grupo de trastornos de la alimentación que afectan al 25% de la población pediátrica y es común en niños con parálisis cerebral, trastornos del neurodesarrollo, prematuros y niños con problemas adaptativos y sociales; además se asocia con desnutrición, complicaciones respiratorias e infecciones a repetición. En vista de la escasez de investigaciones al respecto se construyeron una guía de práctica clínica basada en la evidencia disponible, aplicable al entorno local, para el diagnóstico de disfagia en la población pediátrica, y un algoritmo de diagnóstico. Para elaborarlos se buscaron artículos indexados entre enero de 1996 y diciembre de 2007 en las bases de datos MEDLINE, LILACS y el registro Cochrane. Los términos MesH (Medical Subject Headings de MEDLINE y Decs equivalente de LILACS (en español fueron: Deglutition disorders, swallowing disorders, swallowing difficulty, swallowing problems, swallowing dysfunction, deglutition dysfunction, clinical evaluation, videofluoroscopy, fiberoptic endoscopic evaluation of swallowing, magnetic resonance imaging, electromyography, videomanometry, ultrasound assessment. La búsqueda se restringió a publicaciones en inglés y español que incluyeran solo población pediátrica; se incluyeron artículos de revistas publicadas en el medio, bibliografía de artículos revisados y de otras revisiones no sistemáticas. Se encontraron alrededor de 605 artículos con sus resúmenes y se almacenaron en el programa de referencias Endnote 7; de ellos se seleccionaron por consenso 58 artículos. El análisis de la validez de los artículos y el grado de recomendación se hicieron por consenso entre los investigadores. El desarrollo de la guía se bas

  9. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal Small for gestational age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Furquim de Almeida

    1998-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.INTRODUCTION: Variables of birth certificates were analysed as risk factors of SGA (Small for Gestational Age infantis, and with a view to discovering if retarded intra-uterine growth was a risk factor neonatal mortality. MATERIAL AND METHOD: Data were obtained directly from 11 hospital medical records. A cohort of 2.251 hospital live births was obtained. Linkage of the death and birth certificates was undertaken to identify the neonatal deaths. The

  10. Comportamento de risco para ortorexia nervosa em estudantes de nutrição

    OpenAIRE

    Quetsia Jackeline Octacilio Vitorino de Souza; Alexandra Magna Rodrigues

    2014-01-01

    Objetivo Identificar comportamento de risco para o desenvolvimento de ortorexia nervosa em estudantes de Nutrição. Métodos Estudo descritivo e transversal. Participaram da pesquisa estudantes de Nutrição, do sexo feminino, com 18 anos de idade ou mais, de uma universidade do Vale do Paraíba do Sul/SP. Foram aplicados três instrumentos, sendo o primeiro para obter informações sobre idade, altura e massa corporal referidos, e ano do curso. Os dados d...

  11. "Disfagia post-ictus: Guía rápida para tu día a día. " A propósito de un caso

    OpenAIRE

    Olmo García, Beatriz del

    2016-01-01

    La disfagia es una de las complicaciones más frecuentes tras un Ictus, esta patología presenta una alta prevalencia en nuestra sociedad, con un previsible aumento en los próximos años debido, entre otros factores, al envejecimiento de la población. La disfagia ensombrece el pronóstico y empeora la calidad de vida de estos pacientes. Entre las diferentes medidas de tratamiento de la disfagia, se encuentran las modificaciones de la dieta, en textura, viscosidad y volumen, así como medidas rehab...

  12. Sociedade de risco e responsabilidade socioambiental: perspectivas para a educação corporativa

    OpenAIRE

    Jacques Demajorovic

    2000-01-01

    Um dos aspectos mais relevantes da crise da modernidade é a elevação dos riscos socioambientais associados ao intenso desenvolvimento industrial, sendo que o setor químico contribuiu significativamente para a construção deste quadro de vulnerabilidade socioambiental. Desde o final da década de 80, no entanto, as grandes corporações químicas adotaram um discurso enfatizando a necessidade de integrar a variável socioambiental como um componente fundamental para garantir sua competitividade e ...

  13. Risco biológico para o circulante de sala operatória

    OpenAIRE

    ALMEIDA, André Nunes Gomes de

    2009-01-01

    Os trabalhadores da enfermagem, durante suas atividades laborais no Centro Cirúrgico (CC), estão expostos aos diferentes riscos ocupacionais, dentre eles o biológico. Os objetivos deste estudo foram: caracterizar pontos vulneráveis para acidentes com material biológico para o circulante de Sala Operatória (SO), no período trans-operatório e preparo da sala de operação; identificar a adoção de medidas de Precaução Padrão; identificar a ocorrência de acidentes com material biológico e estabelec...

  14. Influenza pandêmica A (H1N1) 2009: fatores de risco para o internamento

    OpenAIRE

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar os aspectos da influenza pandêmica A (H1N1) 2009 em pacientes hospitalizados a fim de identificar os fatores de risco para o internamento e, consequentemente, para o agravamento da doença. MÉTODOS: Estudo observacional e retrospectivo realizado entre março e dezembro de 2010. Os dados foram coletados a partir do Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde. Foram incluídos somente os pacientes hospitalizados e não hospitalizados com confirmação laborator...

  15. Seguros de vida: particularidades e mecanismos utilizados pelas seguradoras para minimizar os riscos operacionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Rangel Guimarães

    2002-01-01

    Full Text Available Em um mercado dinâmico, o primeiro objetivo de uma companhia de seguros é sobreviver dentro de um ambiente comercial altamente competitivo, disputando espaço com várias outras companhias concorrentes que possuam produtos similares. O objetivo seguinte seria a maximização dos lucros e a minimização dos prejuízos. Entretanto, sendo uma empresa voltada à gestão e administração de riscos, uma companhia de seguros deve estar permanentemente alerta e preocupada com a minimização dos mesmos. Para atingir este objetivo é necessário a adoção de uma adequada política de subscrição e de taxação de riscos, constituindo provisões em níveis tecnicamente recomendados, reavaliando as carteiras, regulando os sinistros e utilizando, para a transferência dos riscos, o mecanismo do resseguro.

  16. Avaliação da presença de risco para queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Rocha Machado

    2009-03-01

    Full Text Available As quedas são um importante fator causal para a dependência dos idosos, pois, estão relacionadas a um índiceelevado de incapacidade e de mortalidade. Objetivou-se avaliar os fatores de risco para quedas presentes em umgrupo de idosos de acordo com o diagnóstico de enfermagem “Risco para quedas” da NANDA (versão 2001/2002 edeterminar o grau de susceptibilidade aumentado para quedas nos idosos segundo a “Escala de risco de quedas deDownton”. Estudo descritivo realizado com 24 idosos no período de janeiro a julho de 2003 em um centro de saúde deFortaleza/CE. Distribuiu-se os fatores em: maior freqüência; menor freqüência e as categorias não citadas. Fatores derisco mais citados: quedas (87,5%; idade igual ou superior a 65 anos (70,8%; dificuldades visuais (95,8%;medicações (75%; quarto não familiar (62,5% e ausência de antiderrapante (95,8%. O processo deenvelhecimento provoca inúmeras alterações no organismo humano, podendo levar o indivíduo a sofrer mudanças noseu cotidiano ao longo do tempo, como a necessidade de ajuda para realizar as atividades de vida diária. As quedasneste grupo etário podem ser consideradas como fatores significativos de alerta a fim de evitar seqüelas físicas eemocionais decorrentes desses eventos.

  17. O RISCO COMO ELEMENTO PARA O ESTUDO DO COMPORTAMENTO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luis Silva

    2011-12-01

    Full Text Available As organizações contemporaneas se caracterizam pelos processos de transformação que fazem surgir maneiras alternativas de interpretar e agir nos espaços organizacionais. Então, o que, essencialmente, têm se buscado compreender por meio do estudo do comportamento organizacional? Este estudo, de caráter bibliográfico, argumenta que a constante tensão entre organizações e as transformações do ambiente, que, por sua vez, impactam as pessoas envolvidas na situação, está norteada pelo elemento risco. Assim, o que estudamos em comportamento organizacional é a impermanência da realidade que torna o risco um valor substancial para compreender o comportamento humano quando no trato das incertezas em contextos organizacionais.

  18. Prevalência de fatores de risco de natureza modificável para a ocorrência de diabetes mellitus tipo 2

    OpenAIRE

    Vilarinho,Rosa Maria Fernandes; Lisboa,Márcia Tereza Luz; Thiré,Priscila Katzer; França,Priscila Vieira

    2008-01-01

    Estudo transversal realizado com estudantes universitários do curso de Enfermagem para identificação de fatores de risco para o diabetes tipo 2. Em relação ao nível de risco: 65% apresentavam risco baixo, 27%, risco zero, enquanto 7,5% exibiam risco alto. A história familiar de diabetes e hipertensão foi identificada em 45% da amostra. A prevalência de sedentarismo foi igual a 75%; de sobrepeso, igual a 15%, e de obesidade (IMC e ³25 kg/m²), igual a 5%. Verificaram-se ainda um menor consumo d...

  19. Uma abordagem probabilística para a avaliação de riscos em cadeias de suprimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kevin P McCormack

    2010-08-01

    Full Text Available Este artigo apresenta uma proposta envolvendo a aplicação do conceito de redes Bayesianas para o gerenciamento de riscos em cadeias de suprimento, especificamente no relacionamento de díades fornecedor-cliente, a partir do mapeamento de categorias de risco e de eventos correlatos. O trabalho pode ser identificado como uma tentativa de contribuição à construção de modelos preditivos que permitam dar suporte ao processo de tomada de decisão gerencial, no tocante ao gerenciamento e mitigação de riscos. No artigo, um exemplo hipotético foi desenvolvido para se ilustrar a potencialidade de aplicação de redes Bayesianas para os fins propostos. O artigo detalha, por fim, a potencialidade do modelo teórico-conceitual proposto, bem como de questões relevantes para futuras pesquisas sobre o tema.

  20. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares

    OpenAIRE

    Cervato Ana Maria; Mazzilli Rosa Nilda; Martins Ignez S.; Marucci Maria de Fátima N.

    1997-01-01

    INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os...

  1. Antibioterapia de largo espectro como factor de risco para o isolamento de acinetobacter baumanni multiresistente

    OpenAIRE

    2014-01-01

    Antibioterapia de largo espectro é reconhecida como um factor de risco para a infecções multiresistentes. O objectivo é avaliar a associaçao entre antibioterapia de largo espectro com Meropenem (MP) e Piperacilina/Tazobactam (PT) com o isolamento de Acinetobacter baumanni multiresistente (ABMR). Estudo caso-controlo retrospectivo. Incluidos os individuos com ABMR+ no nosso hospital em 2010. Calculamos a incidenca nos Serviços Cirúrgicos, Serviços Médicos e Unidades de Cuidados Intensi...

  2. Comportamento de risco para ortorexia nervosa em estudantes de nutrição

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Quetsia Jackeline Octacilio Vitorino de Souza

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivo Identificar comportamento de risco para o desenvolvimento de ortorexia nervosa em estudantes de Nutrição. Métodos Estudo descritivo e transversal. Participaram da pesquisa estudantes de Nutrição, do sexo feminino, com 18 anos de idade ou mais, de uma universidade do Vale do Paraíba do Sul/SP. Foram aplicados três instrumentos, sendo o primeiro para obter informações sobre idade, altura e massa corporal referidos, e ano do curso. Os dados de massa corporal e estatura referidos foram usados para cálculo do índice de massa corporal (IMC e classificação do estado nutricional. O segundo foi utilizado para identificar distúrbio da imagem corporal, de acordo com a escala de silhuetas. O terceiro foi utilizado para verificar o comportamento de risco para desenvolvimento de ortorexia nervosa (Orto-15. Resultados Participaram do estudo 150 alunas, com idade média de 23,21 anos. Observou-se que a maioria das alunas estava eutrófica (74%, n = 111, segundo a classificação do IMC. Em relação à percepção da imagem corporal, verificou-se que 74,7% (n = 112 das alunas do curso de Nutrição apresentavam distúrbio da imagem corporal. Quanto à ortorexia nervosa, observou-se que 88,7% (n = 133 das alunas apresentavam risco de desenvolver comportamento ortoréxico. Ao relacionar o comportamento ortoréxico com a série cursada, com o estado nutricional e com o distúrbio da imagem corporal, verificou-se que não houve associação entre as variáveis (p > 0,05. Conclusão Conclui-se que um número considerável das alunas do curso de Nutrição apresenta comportamento ortoréxico e distúrbio da imagem corporal.

  3. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Cervato

    1997-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.

  4. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cervato Ana Maria

    1997-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.

  5. Fatores de risco para o câncer de colo do útero em mulheres reclusas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saiwori de Jesus Silva Bezerra dos Anjos

    2013-08-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo uterino em mulheres reclusas. Estudo descritivo, de corte transversal, realizado em um instituto penal feminino cearense. A seleção da amostra do estudo ocorreu de acordo com a disponibilidade de presidiárias no momento da coleta, totalizando 36 reclusas. Referente aos riscos para o câncer cervical, 16 mulheres (44,5% eram tabagistas, 24 (70,5% já fizeram uso do contraceptivo oral por um tempo médio de 46 meses, 24 (66,6% apresentaram coitarca com idade inferior a 15 anos; 26 (72,2% faziam uso de preservativo, porém 10 (38,4% o usavam raramente. Tais achados demonstram que a população encarcerada apresenta maior vulnerabilidade ao câncer de colo uterino, sendo necessária a promoção da saúde no ambiente, visto que tal momento se configura como uma oportunidade singular.

  6. Lógica nebulosa para avaliar riscos na auditoria Fuzzy logic for risk assessment in auditing

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jerônimo Antunes

    2006-08-01

    Full Text Available A avaliação dos riscos de que os controles internos de uma entidade possam falhar constitui-se em significativo desafio para os auditores independentes de demonstrações contábeis. As metodologias de trabalho empregadas para tal finalidade, normalmente, utilizam a lógica clássica, ou também denominada binária, presumindo que os fatores de riscos estão presentes, ou não, em um determinado tipo de processo de controle. O objetivo deste trabalho foi conceber um modelo de avaliação de risco dos controles internos de uma entidade utilizando a lógica nebulosa (fuzzy logic, para contemplar os elementos difusos que compõem os fatores desse tipo de risco analisados na auditoria de demonstrações contábeis. A validação conceitual do modelo concebido foi realizada por meio de entrevistas e debates com especialistas em auditoria de demonstrações contábeis e com consultas a bibliografias relevantes pertinentes. Como conclusão do estudo, ficou patente que o modelo de avaliação de risco, com o uso da lógica nebulosa, elimina a restrição binária da lógica clássica e permite tratar, de forma quantitativa, conceitos ambíguos através da aplicação de uma escala psicométrica, para refl etir predicados tais como: "muito bom", "bom", "razoável", "de grande importância", "de pouca importância" etc., tendo potencial para produzir resultados mais amplos e próximos da realidade.The assessment of the risks that an entity's internal control system may fail represents a significant challenge to independent auditors. The methodologies used to audit financial statements are usually supported by classical logic, also called binary logic, departing from the relatively simplistic premise that risk factors are either present or not in a certain kind of control process. This study aimed to conceive a risk assessment model for an entity's internal control system, using the fuzzy logic approach, to take into account the diffuse elements that

  7. Homocisteína como fator de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sthefano Atique Gabriel

    2007-05-01

    Full Text Available Elevadas concentrações plasmáticas de homocisteína têm sido identificadas como um fator de risco independente para aterosclerose cerebral, coronariana e periférica. Os efeitos danosos da homocisteína sérica são fruto de suas características aterogênicas e trombogênicas. O tratamento mais eficaz para hiperhocisteinemia consiste na redução da homocisteína plasmática, através da fortificação alimentar com suplementos vitamínicos, ricos em vitamina B6, vitamina B12 e, principalmente, acido fólico. A dose recomendada é de 400 microgramos de folato por dia, sendo esta medida uma poderosa redutora da morbidade e mortalidade cardiovascular, além de prevenir possíveis defeitos de fechamento do tubo neural.

  8. Prevalência e fatores de risco para tabagismo em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maura C Malcon

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O tabagismo é uma das principais causas de enfermidades evitáveis e incapacidades prematuras. Nesse sentido, realizou-se estudo com o objetivo de medir a prevalência e estudar fatores de risco associados ao tabagismo nos adolescentes. MÉTODOS: A partir de um delineamento transversal de base populacional, estudou-se uma amostra representativa de 1.187 adolescentes de 10 a 19 anos, da zona urbana de Pelotas, sul do Brasil. Todos os adolescentes da amostra, de cada domicílio, foram entrevistados por meio de questionário pré-codificado, individual e confidencial. Utilizou-se o teste de Kaplan-Meier para análise da curva de sobrevida. RESULTADOS: A prevalência de tabagismo na amostra foi de 12,1% (IC95% 10,3%-14%. As prevalências foram similares para os sexos femininos e masculinos. Os fatores de risco para tabagismo na análise multivariada, por regressão logística, foram: maior idade, odds ratio (OR de 28,7 (11,5-71,4, irmãos mais velhos fumantes, OR de 2,4 (1,5-3,8, três ou mais amigos fumantes, OR de 17,5 (8,8-34,8 e baixa escolaridade OR de 3,5 (1,5-8,0. CONCLUSÕES: A prevalência de tabagismo na adolescência mostrou-se alta, na cidade de Pelotas. Campanhas antitabágicas devem ser direcionadas à comunidade e à família tendo o adolescente como alvo. Medidas legais adotadas pelo governo são importantes para impedir o acesso dos adolescentes ao cigarro.

  9. Modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: O objetivo foi construir um modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino. Participaram 1.358 adolescentes de quatro cidades. Foram avaliados os comportamentos de risco para os transtornos alimentares, insatisfação corporal, pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, sintomas depressivos e perfeccionismo por intermédio de escalas psicométricas. Peso, estatura e dobras cutâneas foram aferidos para calcular o índice de massa corporal (IMC e o percentual de gordura (%G. O modelo de equação estrutural explanou 76% da variância dos comportamento de risco (F(9, 1.351 = 74,50; p = 0,001. Os achados indicaram que a insatisfação corporal mediou a relação entre as pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, IMC, %G e os comportamentos de risco (F(9, 1.351 = 59,89; p = 0,001. Vale destacar que embora os sintomas depressivos não tenham se relacionado com a insatisfação corporal, o modelo indicou relação direta com os comportamentos de risco para os transtornos alimentares (F(2, 1.356 = 23,98; p = 0,001. Concluiu-se que somente o perfeccionismo não aderiu ao modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiras.

  10. Fatores de risco para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BRANDÃO Carlos Manuel de Almeida

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade hospitalar em reoperações valvares. MÉTODO: Foi realizada análise prospectiva de 194 pacientes submetidos a reoperações valvares no período entre julho de 1995 e junho de 1999. As variáveis estudadas foram: sexo, idade, classe funcional, número e tipo de operações prévias, intervalo entre as operações, caráter da operação, creatinina sérica, fração de ejeção do ventrículo esquerdo, diâmetros diastólico e sistólico do ventrículo esquerdo, pressão sistólica de ventrículo direito, atividade de protrombina, relação do tempo de tromboplastina parcial ativada, contagem de plaquetas, tempo de circulação extracorpórea, tempo de pinçamento aórtico, posição e número de valvas, tipo de procedimento, operações associadas e volume de sangramento intra-operatório. Análise univariada e multivariada foi realizada para determinar os fatores de risco para mortalidade hospitalar. RESULTADOS: A mortalidade hospitalar foi de 8,8% (17 pacientes. A análise univariada identificou as seguintes variáveis associadas a maior mortalidade: classe funcional avançada, fração de ejeção do ventrículo esquerdo baixa, atividade de protrombina baixa, creatinina elevada, tempo de circulação extracorpórea prolongado, tempo de pinçamento aórtico prolongado, procedimentos associados e volume de sangramento intra-operatório elevado. Na análise multivariada foram significativas: classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos. CONCLUSÕES: As variáveis classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos são fatores de risco independentes para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares.

  11. Modelos para gestão de riscos em cadeias de suprimentos: revisão, análise e diretrizes para futuras pesquisas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robson Nogueira Tomas

    2013-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é apresentar uma revisão bibliográfica, que possa ser considerada completa e inédita na literatura científica nacional, tendo como foco modelos para gestão de riscos em cadeias de suprimentos. Para tanto, foram revisados 103 artigos científicos publicados entre 2000 e 2012. Inicialmente, buscou-se categorizar os tipos de riscos abordados nos artigos científicos segundo a descrição proposta por Christopher e Peck (2004, a saber: internos à empresa focal (operações, processo e controle; externos para a empresa focal, mas internos para a cadeia (fornecimento e demanda; e externos à cadeia (macroambiente. Buscou-se, também, identificar as etapas elementares na composição de um modelo para gestão de riscos em cadeias de suprimentos. Uma vez categorizados os tipos de riscos e identificadas as quatro etapas elementares, efetuou-se uma análise a partir de três perspectivas: i as opções de modelos disponíveis na literatura para a prática de tal gestão, considerando-se os tipos de riscos e etapas que os compõem; ii um modelo final a ser proposto; e iii elementos que podem ser acrescentados ao modelo final. As principais contribuições deste trabalho dizem respeito a possibilitar melhor entendimento dos tipos de riscos que podem incidir sobre uma cadeia de suprimentos, discutir os modelos mais adequados para geri-los, além de oferecer diretrizes para futuras pesquisas na temática em questão.

  12. Fatores de risco para a coluna: avaliação em consulta de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Edla de Oliveira Bringuente

    1997-09-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como propósito estudar os fatores de risco que afetam a pessoa com dor na couna, identificando-os e implementando uma proposta de intervenção, composta de um programa de educação à saúde, fundamentado no ensino do autocuidado, pressupostos filosóficos humanista-existenciais e abordagens equalizadoras do estresse, dentre elas, atividades reintegradoras músculo-esqueléticas, técnicas básicas de equalízação do estresse e massagens. Foi desenvolvido junto a uma população de 42 clientes, tendo sido utilizados na coleta de dados dois instrumentos que integraram o protocolo de consultas de enfermagem. Os resultados demonstraram a existência de fatores de risco associados e modificáveis mediante programas de educação à saúde. O processo avaliativo contribuiu para que se tivesse uma visão das medidas terapêuticas, utilizando nessa abordagem cuidados não convencionais, contribuindo, outrossim, na melhoria da qualidade de vida desses clientes.

  13. Aflatoxinas e ocratoxina A em alimentos e riscos para a saúde humana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eloisa Dutra Caldas

    2002-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: A presença de micotoxinas em alimentos tem sido correlacionada a várias patologias humanas, e as autoridades de saúde no mundo todo têm implementado ações para diminuir a ingestão desses compostos pela dieta. Realizou-se pesquisa para analisar os níveis de aflatoxinas e ocratoxina A de alimentos para consumo e avaliar o potencial de risco da exposição humana a essas micotoxinas. MÉTODOS: Foram analisadas 366 amostras de alimentos consumidos no Distrito Federal, no período de julho de 1998 a dezembro de 2001, como amendoim e derivados, castanhas, milho, produtos de trigo e/ou aveia, arroz e feijão. As amostras foram processadas, e as micotoxinas extraídas, detectadas e quantificadas por fluorescência após separação em cromatografia camada delgada. RESULTADOS: Foram detectadas aflatoxinas em 19,6% das amostras, em amendoim cru e derivados, milho de pipoca, milho em grão e castanha-do-pará (>2 mig/kg. Amendoim e derivados apresentaram maior incidência de contaminação por aflatoxinas (34,7% com amostras contendo até 1.280 mig/kg de AFB1+AFG1 e 1.706 mig/kg de aflatoxinas totais. Das amostras positivas, AFB1 estava presente em 98,5%, AFB2 em 93%, AFG1 em 66,7% e AFG2 em 65,4%. A ocratoxina A não foi detectada (<25 mig/kg em nenhuma amostra analisada. CONCLUSÃO: Os níveis de contaminação encontrados em amendoim e derivados ultrapassaram os níveis máximos permitidos pela legislação brasileira, podendo significar fator de risco para a população que os consome regularmente. A conscientização dos produtores de alimentos e as ações de vigilância sanitária permanentes são essenciais para diminuir a exposição humana a esses compostos e prevenir doenças crônicas advindas dessa exposição.

  14. Aflatoxinas e ocratoxina A em alimentos e riscos para a saúde humana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caldas Eloisa Dutra

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: A presença de micotoxinas em alimentos tem sido correlacionada a várias patologias humanas, e as autoridades de saúde no mundo todo têm implementado ações para diminuir a ingestão desses compostos pela dieta. Realizou-se pesquisa para analisar os níveis de aflatoxinas e ocratoxina A de alimentos para consumo e avaliar o potencial de risco da exposição humana a essas micotoxinas. MÉTODOS: Foram analisadas 366 amostras de alimentos consumidos no Distrito Federal, no período de julho de 1998 a dezembro de 2001, como amendoim e derivados, castanhas, milho, produtos de trigo e/ou aveia, arroz e feijão. As amostras foram processadas, e as micotoxinas extraídas, detectadas e quantificadas por fluorescência após separação em cromatografia camada delgada. RESULTADOS: Foram detectadas aflatoxinas em 19,6% das amostras, em amendoim cru e derivados, milho de pipoca, milho em grão e castanha-do-pará (>2 mig/kg. Amendoim e derivados apresentaram maior incidência de contaminação por aflatoxinas (34,7% com amostras contendo até 1.280 mig/kg de AFB1+AFG1 e 1.706 mig/kg de aflatoxinas totais. Das amostras positivas, AFB1 estava presente em 98,5%, AFB2 em 93%, AFG1 em 66,7% e AFG2 em 65,4%. A ocratoxina A não foi detectada (<25 mig/kg em nenhuma amostra analisada. CONCLUSÃO: Os níveis de contaminação encontrados em amendoim e derivados ultrapassaram os níveis máximos permitidos pela legislação brasileira, podendo significar fator de risco para a população que os consome regularmente. A conscientização dos produtores de alimentos e as ações de vigilância sanitária permanentes são essenciais para diminuir a exposição humana a esses compostos e prevenir doenças crônicas advindas dessa exposição.

  15. Consumo de alcool e risco para doenca coronariana na regiao metropolitana de Sao Paulo: uma analise do Projeto GENACIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cristina Pereira Lima

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Examinar a associação entre consumo de álcool e risco para doença coronariana em amostra populacional. MÉTODOS: Estudo transversal, de base populacional, conduzido de janeiro/2006 a junho/2007, na região metropolitana de São Paulo, como parte do estudo internacional (Gender, Alcohol, and Culture: an International Study. Os sujeitos (1.501, sendo 609 homens e 892 mulheres eram residentes da região metropolitana de São Paulo, tinham 30 anos ou mais de idade e foram selecionados aleatoriamente, a partir de amostragem complexa por conglomerados. Todos os indivíduos consentiram em participar da pesquisa. A variável dependente foi risco cardíaco avaliado através do WHO Rose Angina Questionnaire. A análise multivariada consistiu em regressão logística, tendo sido realizado ajuste para uso de tabaco e índice de massa corpórea. RESULTADOS: A taxa de resposta foi 75%. Ser mulher, ter mais idade, ser negro, fumante e ter um índice de massa corpórea elevado, foram associados a maior risco para doença coronariana. Indivíduos que nunca beberam na vida (OR = 2,22 e ex-bebedores (OR = 2,42 tiveram maior risco de doença cardíaca do que aqueles que informaram beber até 19 g de álcool por dia, sem episódios de beber excessivo. Entre os que tiveram episódios de embriaguês observou-se uma tendência a maior risco (OR = 3,95, p = 0,09. CONCLUSÕES: Nossos achados sugerem um menor risco para doença coronariana entre os bebedores moderados. Destaca-se que os estudos que avaliam o impacto do álcool sobre doença cardíaca precisam identificar o padrão de uso de álcool dos sujeitos, visto que este aspecto pode modificar o risco. Políticas públicas são necessárias para reduzir o uso nocivo de álcool e a morbidade a ele relacionada no país.

  16. Fatores de risco para sobrepeso em crianças no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Drachler Maria de Lourdes

    2003-01-01

    Full Text Available Estudo transversal de base populacional investigou determinantes de sobrepeso em crianças de 12 a 59 meses em Porto Alegre (n = 2.660. Razões de chance (RC de sobrepeso, definido por peso/altura > 2 escores-z do padrão NCHS, foram estimadas para condições sócio-econômicas e demográficas, ambiente social imediato e eventos de saúde da criança. A prevalência de sobrepeso foi 6,5%. No modelo multivariado, a chance de sobrepeso na criança associou-se positivamente à escolaridade materna (escolaridade > 12 anos, RC = 2,36; IC95%: 1,21-4,60; 9-11 anos, RC = 2,07; IC95%: 1,16-3,70 e à renda familiar per capita > 2 salários mínimos (RC = 1,86; IC95%: 1,13-3,08 e negativamente ao trabalho materno remunerado (RC = 0,72; IC95%: 0,52-0,99. A chance foi maior para os nascidos grandes para idade gestacional (RC = 2,29; IC95%: 1,36-3,85 e menor para os nascidos pequenos (RC = 0,57; IC95%: 0,33-0,99, comparados aos nascidos com peso adequado. Escolaridade paterna, qualificação profissional dos pais e idade materna ao nascimento da criança evidenciaram efeito somente no modelo bruto. São necessários programas para prevenir sobrepeso em crianças, com especial atenção às famílias e crianças em maior risco.

  17. Fatores de risco para sobrepeso em crianças no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes Drachler

    2003-08-01

    Full Text Available Estudo transversal de base populacional investigou determinantes de sobrepeso em crianças de 12 a 59 meses em Porto Alegre (n = 2.660. Razões de chance (RC de sobrepeso, definido por peso/altura > 2 escores-z do padrão NCHS, foram estimadas para condições sócio-econômicas e demográficas, ambiente social imediato e eventos de saúde da criança. A prevalência de sobrepeso foi 6,5%. No modelo multivariado, a chance de sobrepeso na criança associou-se positivamente à escolaridade materna (escolaridade > 12 anos, RC = 2,36; IC95%: 1,21-4,60; 9-11 anos, RC = 2,07; IC95%: 1,16-3,70 e à renda familiar per capita > 2 salários mínimos (RC = 1,86; IC95%: 1,13-3,08 e negativamente ao trabalho materno remunerado (RC = 0,72; IC95%: 0,52-0,99. A chance foi maior para os nascidos grandes para idade gestacional (RC = 2,29; IC95%: 1,36-3,85 e menor para os nascidos pequenos (RC = 0,57; IC95%: 0,33-0,99, comparados aos nascidos com peso adequado. Escolaridade paterna, qualificação profissional dos pais e idade materna ao nascimento da criança evidenciaram efeito somente no modelo bruto. São necessários programas para prevenir sobrepeso em crianças, com especial atenção às famílias e crianças em maior risco.

  18. Influência do nível socioeconômico sobre comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes

    OpenAIRE

    Dunker, Karin Louise Lenz [UNIFESP; Fernandes,Cássia Peres Bonar; Carreira Filho,Daniel

    2009-01-01

    OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco para transtornos alimentares (TA) em adolescentes de diferentes níveis socioeconômicos. MÉTODO: 183 adolescentes do sexo feminino de 15 a 18 anos de duas escolas (pública e particular) foram avaliadas quanto à renda e escolaridade dos pais, estado nutricional, comportamentos de risco para TA (Teste de Atitudes Alimentares - EAT-26), atitudes socioculturais quanto à aparência (Escala das Atitudes Socioculturais Voltadas para Aparência - SATAQ-3), pe...

  19. Fatores de risco para retinopatia diabética Risk factors for diabetic retinopathy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cristina Boelter

    2003-01-01

    Full Text Available A retinopatia diabética (RD é uma complicação crônica do diabete melito (DM que, após 20 anos de duração de diabete melito, ocorre em 99% dos pacientes com diabete melito tipo 1 e em 60% dos pacientes com diabete melito tipo 2, sendo a principal causa de cegueira em adultos. Níveis de glicose e pressão arterial elevados, junto com longo tempo de duração do DM, são os principais fatores de risco. Os fatores de risco para retinopatia diabética podem ser classificados como genéticos e não genéticos, onde estão incluídos aqueles relacionados ou não ao diabete melito, ambientais e oculares. O controle dos fatores de risco conhecidos e o tratamento adequado são a principal base do manejo da retinopatia diabética. O objetivo desta revisão é fornecer ao oftalmologista uma informação atualizada destes fatores, com ênfase no aspecto preventivo de perdas visuais no paciente com diabete melito.Diabetic retinopathy (DR is a chronic complication of diabetes mellitus (DM. After 20 years of diabetes duration Diabetic retinopathy, occurs in 90% of the type 1 diabetes mellitus patients and in 60% of the type 2 diabetes mellitus patients, being the main cause of blindness in adults. High glicemia and blood pressure levels, along with the long diabetes mellitus duration, are the main risk factors for diabetes mellitus Diabetic retinopathy. Other factors can also be associated with the loss of vision that occurs in diabetes mellitus. The risk factors can be classified as genetical or non-genetical, the latter including factors related or not to diabetes mellitus, environmental and ocular. Control of the known risk factors and effective treatment are the main basis of the Diabetic retinopathy management. The aim of this review is to provide to the ophthalmologist an up to date information of these factors, with emphasis in the preventive aspects of the visual loss in the patients with diabetes mellitus.

  20. Monocitose é um marcador de risco independente para a doença arterial coronariana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Afiune Neto Abrahão

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Inflamação e ativação das células do sistema imunológico têm participação importante na patogênese da aterosclerose. Este estudo analisa o leucograma que incluiu neutrófilos, eosinófilos, linfócitos, monócitos e basófilos dos pacientes com doença arterial coronariana (DAC crônica e no infarto agudo do miocárdio (IAM. MÉTODOS: Analisamos o leucograma de 232 pacientes não-diabéticos, com idade entre 15 e 88 anos. A DAC estava presente em 142 pacientes (57 com DAC estável e 85 com IAM, diagnosticada angiograficamente, comparada a 90 indivíduos-controle. Os grupos controle e DAC foram comparáveis para a idade, índice de massa corpórea, antecedentes familiares, tabagismo, hipertensão, HDL e LDL (todas variáveis com p > 0,25. RESULTADOS: A análise univariada mostrou maior prevalência de leucocitose na DAC, sendo maior nos pacientes com IAM quando comparados com a DAC estável. O mesmo comportamento foi observado para os monócitos. Porém, a distribuição foi semelhante para as demais células do hemograma. A análise multivariada pelo método da regressão logística, utilizando-se os modelos stepwise (todas variáveis e backward (p < 0,25, mostrou que a monocitose foi variável independente para DAC e para o IAM. CONCLUSÃO: O número de monócitos, um dos mais importantes componentes do processo inflamatório na placa aterosclerótica, foi um marcador de risco independente para a DAC e para o IAM.

  1. Avaliação de risco para úlcera por pressão em pacientes críticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Sampaio Latini Gomes

    2011-04-01

    Full Text Available Pacientes acamados apresentam risco de desenvolver úlceras por pressão e representam um grupo prioritário para o estudo e identificação deste agravo. Para tal, utilizam-se instrumentos de avaliação específicos para o problema. O objetivo deste estudo foi analisar os fatores de risco para o desenvolvimento de úlcera por pressão em pacientes adultos internados em CTIs. Trata-se de um estudo seccional analítico no qual foram avaliados 140 pacientes, internados em 22 CTIs, utilizando-se a escala de Braden. Os resultados mostraram que pacientes internados por 15 dias ou mais apresentavam alguma categoria de risco. As maiores freqüências de úlcera por pressão foram encontradas em pacientes que estavam nas categorias: percepção sensorial (completamente limitado, umidade (constantemente úmida, mobilidade (completamente imobilizado, atividade (acamado, nutrição (adequado e fricção e cisalhamento (problema. Conclui-se que a utilização dessa escala traduz-se em estratégia importante no cuidar de pacientes em terapia intensiva.

  2. Efeitos da sondagem nasogástrica em pacientes com acidente cerebrovascular e disfagia

    OpenAIRE

    2014-01-01

    O estudo teve por objetivo analisar os efeitos da sondagem gástrica em pacientes com acidente vascular cerebral e disfagia. Revisão sistemática da literatura, realizada em seis bases de dados, com os descritores stroke e intubation, gastrointestinal. Foram encontrados 120 estudos e selecionados três ensaios clínicos. Os resultados apontaram diferentes desfechos, entre os quais: aumento do nível sérico de albumina (gastrostomia), prognóstico ruim e risco...

  3. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes? What is adolescents' eating disorder risk behavior?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicinee Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.OBJECTIVE: To characterize eating disorder (ED risk behavior and its prevalence among adolescents in a review of national and international literature. METHODS: We carried out an integrative review on PubMed (U.S. National Library of Medicine, Lilacs and SciELO, using descriptors related to "eating disorder risk behavior". Articles published in the last 10 years, in Portuguese, Spanish and English, and specifically with adolescents were selected. The nomenclature and instruments used to assess eating disorder risk behaviors and its frequency were evaluated and analyzed in 76 articles. RESULTS: Several terms to assess ED risk behavior were found; questionnaires and scales

  4. Investigação da queixa de disfagia em pacientes afásicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Zazo Ortiz

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a presença e evolução da queixa de deglutição em pacientes afásicos pós- AVE e, a partir do relato dos familiares em relação à melhora das manifestações, analisar se a ocorrência da afasia interferiu no prognóstico da disfagia. MÉTODO: 30 pacientes afásicos pós-AVE na fase crônica foram entrevistados e, juntamente com seus familiares, responderam a um questionário sobre a presença e a permanência de queixas de deglutição pós-AVE e aspectos relacionados, bem como melhoras ocorridas em relação aos quadros de disfagia e afasia. Para verificar se a disfagia parece ter interferido no prognóstico da afasia, comparou-se as curvas de Kaplan-Meier dos pacientes que referiram queixas de disfagia com os que não referiram. RESULTADOS: 48% dos pacientes tiveram queixas de dificuldades de deglutição pós-AVE. Destes, 93% apresentaram mudanças positivas (melhora parcial ou total do quadro. O tempo médio para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança (espontânea ou não foi de 76 dias. 60% referiu melhora total da disfagia, sendo que 47% foram submetidos à terapia fonoaudiológica. Em relação à afasia, 87% dos pacientes referiram melhora, apesar de nenhum paciente ter referido melhora total. 57% haviam sido expostos à terapia fonoaudiológica para a afasia. O tempo médio referido para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança positiva nas manifestações foi de 183 dias. Não houve diferença significante na melhora da afasia entre o grupo com e sem queixa de deglutição. CONCLUSÕES: dos pacientes afásicos avaliados neste estudo, 48% apresentou queixa de disfagia. Verificou-se, a partir do relato dos familiares, que a ocorrência da afasia parece não ter interferido no prognóstico da disfagia.

  5. Avaliação clínica não-invasiva de disfagia no AVC: Revisão sistemática Evaluación clínica no invasiva de disfagia en el ACV: Revisión sistemática Non-invasive dysphagia screening for stroke survivors: Systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anabela Tavares Cardoso

    2011-12-01

    Full Text Available Em Portugal, o AVC é considerado a principal causa de morte, bem como de incapacidade associada às sequelas cognitivas e motoras. A incidência de disfagia varia entre 22 - 65% dos doentes (Ramsey, Smithard e Kalra, 2003. Estudos revelam que 30 - 40% dos idosos institucionalizados apresentam disfagia, que se traduz numa alta incidência de complicações por aspiração (World Gastroenterology Organization, 2004. Assim, foi realizada uma revisão sistemática para minimizar os riscos da avaliação empírica, identificando os recursos disponíveis, de baixo custo e fácil acesso, com o objetivo de aumentar os ganhos em saúde. Seguiu-se a metodologia do Cochrane Handbook, delineando-se a seguinte questão: “que métodos de avaliação não-invasiva da disfagia na pessoa com AVC existem com validade e fidelidade demonstradas?” Desenvolveu-se uma pesquisa dos estudos primários publicados a partir de 2005 nas bases de dados científicas. Conseguiram-se identificar dois estudos com os resultados da aplicação de duas escalas distintas usadas no diagnóstico de disfagia em doentes com AVC (em fase aguda e/ou em reabilitação, sendo que um deles avalia também o risco de aspiração. Os resultados preveêm ganhos em saúde com a utilização destas escalas, ainda que seja necessário treino e estudos posteriores para a obtenção de uma amostra significativa.En Portugal, el ACV es considerado la principal causa de muerte, así como de incapacidad asociada a las secuelas cognitivas y motoras. La incidencia de disfagia varía entre 22 a 65% de los pacientes (Ramsey, Smithard y Kalra, 2003. Los estudios revelan que 30 a 40% de los adultos mayores institucionalizados presentan disfagia, lo cual se traduce en una alta incidencia de complicaciones por aspiración (World Gastroenterology Organization, 2004. Así, fue realizada una revisión sistemática para minimizar los riesgos de la evaluación empírica, identificando los recursos disponibles

  6. Desenvolvimento de entrevista estruturada para avaliar consumo de cocaína e comportamentos de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dunn John

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Criar uma entrevista estruturada em português, sensível à cultura brasileira, para avaliar usuários de cocaína. MÉTODO: Uma revisão da literatura foi usada para desenvolver uma "agenda oculta" que dirigiria as entrevistas exploratórias com 20 usuários de cocaína. Essas entrevistas ajudaram no processo de conceituar e operacionalizar as perguntas que seriam utilizadas na primeira versão do instrumento. Essa versão foi submetida a um estudo piloto com 40 usuários de cocaína vindos de diversos serviços de atendimento. Após cada entrevista, o questionário foi revisado até não haver modificações significativas. RESULTADOS: Na versão final da entrevista havia 245 questões que, em sua maioria, eram fechadas com respostas dicotômicas, numéricas ou de múltipla escolha. A entrevista continha 13 seções, sendo: (1 dados sociodemográficos, (2 uso de drogas lícitas, (3 uso de drogas ilícitas, (4 iniciação no uso da cocaína, (5 transições na via de administração, (6 padrão de consumo durante o período de uso mais intenso, (7 atividades criminais, (8 uso recente de cocaína, (9 história de injetar drogas, (10 experiência de tratamento, (11 "overdose", (12 história familiar do uso de álcool e drogas e (13 comportamentos de risco para a transmissão do vírus HIV. CONCLUSÃO: Essa é a primeira entrevista estruturada, detalhada e sensível à cultura brasileira criada no Brasil para avaliar usuários de cocaína, e que teve um estudo piloto extenso com uma amostra grande e diversificada.

  7. Fatores de risco para a recidiva da tuberculose Risk factors for recurrence of tuberculosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Dornelles Picon

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a recidiva da tuberculose. MÉTODOS: Estudou-se uma coorte de 610 pacientes com tuberculose pulmonar bacilífera inscritos para tratamento entre 1989 e 1994 e curados com o esquema contendo rifampicina, isoniazida e pirazinamida (RHZ. Avaliaram-se os seguintes fatores de risco: idade, sexo, cor, duração dos sintomas, cavitação das lesões, extensão da doença, diabetes melito, alcoolismo, infecção pelo HIV, negativação tardia do escarro, adesão ao tratamento e doses dos fármacos. Para detecção das recidivas, os pacientes foram seguidos por 7,7 ± 2,0 anos, após a cura, pelo sistema de informação da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul. Nas análises utilizaram-se os testes t de Student, qui-quadrado ou exato de Fisher e a regressão de Cox. RESULTADOS: Ocorreram 26 recidivas (4,3%, correspondendo a 0,55/100 pessoas-ano. A taxa de recidiva foi de 5,95 e 0,48/100 pessoas-ano, respectivamente, nos pacientes HIV-positivos e nos HIV-negativos (p OBJECTIVE: To identify risk factors for recurrence of tuberculosis. METHODS: We studied a cohort of 610 patients with active pulmonary tuberculosis who were enrolled for treatment between 1989 and 1994 and cured using a three-drug treatment regimen of rifampin, isoniazid and pyrazinamide (RHZ. The risk factors studied were age, gender, race, duration of symptoms, lesion cavitation, extent of disease, diabetes mellitus, alcoholism, HIV infection, delayed negative sputum conversion, treatment compliance, and medication doses. In order to detect recurrence, the patients were monitored through the Rio Grande do Sul State Healt Department Information System for 7.7 ± 2.0 years after cure. Data were analyzed using the Student's t-test, the chi-square test or Fisher's exact test, and Cox regression models. RESULTS: There were 26 cases of recurrence (4.3%, which corresponds to 0.55/100 patients-year. The recurrence rate was 5.95 and 0

  8. LDL oxidada: Como um fator de risco para doença cardiovascular no transplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adele Soltani

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivos: A taxa de mortalidade de pacientes com doença renal crônica (DRC, que tenham sido submetidos à terapia de substituição renal, é muito elevada devido a doenças cardiovasculares (DCV. Alguns estudos indicaram que a ciclosporina A (CsA, um medicamento utilizado para prevenir a rejeição de transplante, está associada à perda óssea após o transplante. Além disso, ela tem um efeito oxidante sobre os lipídeos circulantes. Seu efeito pró-oxidante nas membranas celulares provoca a liberação de cálcio. Este estudo teve como objetivo analisar se o transplante renal pode ou não resultar em melhora no estresse oxidativo (EO; e avaliar a associação entre a LDL oxidada (LDL-ox e algumas variáveis na predição do risco de DCV em pacientes transplantados renais (TR, comparados com o grupo controle. Materiais e Métodos: Um total de 30 pacientes com DRC foram recrutados para avaliação das alterações dependentes do tempo no biomarcador de EO antes e após TR. Foram avaliados: LDL-ox, parâmetros do metabolismo dos lipídeos, a CsA, creatinina, cálcio e fosfato tanto antes do TR, 10 dias e 6 meses após o TR, em comparação com o grupo controle (n = 30. Resultados: após 6 meses, a concentração de LDL-ox mudou de 79,7 ± 9,7-72 ± 7 mU/ml (p < 0,009. O nível de fosfato de cálcio foi positivamente correlacionado com a concentração de LDL-ox (R = 0,467, p = 0,011 e ciclosporina (r = 0,419, p = 0,024 6 meses após o transplante. Conclusão: Os resultados indicaram que a restauração da função renal pelo transplante, melhora o estresse oxidativo induzido pela uremia. O produto de fosfato de cálcio, como um fator de risco independente para DCV, correlaciona-se com o LDL-ox antes do TR e 6 meses após o TR. O produto de fosfato de cálcio também se correlaciona com a ciclosporina no grupo TR.

  9. FATORES DE RISCO E DE PROTEÇÃO PARA CÂNCER DE MAMA NA MULHER

    OpenAIRE

    Viviane Batistas Szeremeta Bellini; Cristiane dos Santos; Gleidson Brandão Oselame

    2013-01-01

    O câncer de mama é uma doença crônica e degenerativa que se caracteriza por um longo período de latência sem apresentar sintomas e sua etiologia pode estar associada a diversos fatores de risco e de proteção. O objetivo do presente estudo é apresentar os fatores de risco e de proteção para o câncer de mama feminino que mais se destacam na literatura científica. Trata-se de um estudo de revisão, desenvolvido inicialmente na base de dados Scielo pelo descritor “câncer de mama”, em todos os índi...

  10. O risco não percepcionado para as zonas costeiras da Europa: Os tsunamis e a vulnerabilidade de Cádis, Espanha

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jörn Birkmann

    2012-10-01

    Full Text Available O desenvolvimento de estratégias apropriadas de redução de riscos e de vulnerabilidades para lidar com os riscos de tsunamis é um desafio importante para países, regiões e cidades a eles expostos. Este artigo descreve a forma como os riscos da ocorrência de tsunamis e, em particular, a vulnerabilidade a esses riscos podem ser avaliados e medidos. Com este objectivo, aplicou‑se um quadro de avaliação de vulnerabilidade à cidade de Cádis, o estudo de caso, de modo a destacar o uso prático e os desafios e as lacunas com que uma avaliação deste tipo tem de lidar. Os resultados revelam informações importantes para a melhoria sistemática da capacidade de resposta societal das cidades e dos seus habitantes a riscos potenciais de tsunamis. Elaboraram‑se mapas de perigos e vulnerabilidades, assim como dados qualitativos obtidos, por exemplo, através de discussões de grupo. Estes mapas e inquéritos são fundamentais quando se destinam ao desenvolvimento de um sistema de alerta e resposta rápida centrado nas populações. As conclusões deste artigo têm por base investigação levada a cabo no quadro do projecto TRANSFER (Tsunami Risk and Strategies for the European Region, financiado pela Comissão Europeia, que tem por objectivo contribuir para melhorar o conhecimento dos processos envolvidos nos tsunamis na região Euro‑Mediterrânica, desenvolver métodos e ferramentas para avaliar a vulnerabilidade e o risco e identificar estratégias para a redução dos riscos de tsunami.

  11. Imagem corporal e comportamentos de risco para transtornos alimentares em bailarinos profissionais Body image and risk behavior for eating disorders in professional ballet dancers

    OpenAIRE

    Lena Guimarães Ribeiro; Gloria Valeria da Veiga

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO E OBJETIVO: A grande preocupação com a aparência e a forma física e a constante pressão para manterem baixo peso corporal são fatores que levam a distorções da imagem corporal e tornam os bailarinos um grupo de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares (TA). O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção da imagem corporal e sua associação com comportamentos de risco para TA em bailarinos profissionais. MÉTODOS: Foram estudados 61 bailarinos (39 mulheres e 22 homens)...

  12. Prevalência dos indicadores de risco para perda auditiva nos resultados 'falha' da triagem auditiva neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Conceição S. Oliveira

    2015-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: estabelecer qual indicador de risco para perda auditiva apresenta maior prevalência de resultados 'falha' da Triagem Auditiva Neonatal. MÉTODOS: a partir de análise retrospectiva de 702 prontuários de lactentes submetidos à triagem auditiva neonatal no Ambulatório de Audiologia da Universidade Federal da Bahia no período de 2007 a 2011, foi realizado o teste do qui-quadrado para a hipótese de ausência de associação entre os indicadores de risco e a 'falha' da Triagem Auditiva Neonatal. RESULTADOS: dos lactentes pesquisados, 352 (50,29% foram do sexo masculino e 348 (49,71% do sexo feminino, dois não tinham referências quanto ao gênero. A maioria dos bebês tinha idade entre um a três meses de vida e 45,40% dos bebês nasceram prematuros. Verificou-se que os bebês apresentaram os seguintes indicadores de risco: 28,83% tinham hiperbilirrubinemia; 22,54% tinham história de infecção congênita; 15,06% nasceram com peso inferior a 1.500g; 8,21% tiveram boletim Apgar de 0 a 4 no 1º minuto; 5,07% apresentaram boletim Apgar de 0 a 6 no 5º minuto; 9,09% receberam ventilação mecânica; 4,09% tinham síndromes associadas à perda auditiva e apenas 1 (0,84% lactente teve meningite bacteriana. Entre esses lactentes, 92,45% não tinham histórico familiar de deficiência auditiva e 97,09% não apresentavam malformação craniofacial. CONCLUSÃO: houve associações entre cinco indicadores de risco e 'falha' na triagem auditiva neonatal. Os indicadores de risco apresentaram a seguinte ordem decrescente de prevalência: boletim de Apgar de 0 a 4 no 1º minuto; malformações craniofaciais; síndrome associadas a perdas auditivas; boletim de Apgar de 0 a 6 no 5º minuto; ventilação mecânica.

  13. Pilotaje de un protocolo para la adecuación de la forma farmacéutica de la medicación oral al grado de disfagia, de los pacientes ingresados en un servicio de medicina interna Monitoring of a protocol for the adequacy of the pharmaceutical form of the oral medication to the degree of dysphagia in patients hospitalized in an internal medicine service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. García Aparicio

    2011-10-01

    Full Text Available Introducción: La vía oral es la forma de administrar medicación más cómoda, pero puede no ser segura. La disfagia es uno de los factores que dificulta la correcta alimentación y administración de la medicación. Objetivos: La mejora de la administración de la medicación oral en pacientes con disfagia, a través de la adecuación de la forma farmacéutica de los principios prescritos a las texturas toleradas. Métodos: Proyecto piloto de aplicación de un protocolo de disfagia, donde se incluyeron los pacientes ingresados en el Servicio de Medicina Interna-Los Montalvos durante 4 meses. Tras detectarse la sospecha de disfagia, se aplicaba un test de disfagia-viscosidad para conocer las texturas toleradas. Posteriormente se adecuaban las formas farmacéuticas y se indicaban las normas de manipulación de los fármacos para su correcta administración. Resultados: De los 627 pacientes ingresados se incluyeron 23 pacientes, con edad media de 85 años (σ ± 7,4. Las patologías implicadas en la disfagia fueron: demencia (65,2%; enfermedad cerebrovascular (30,4% y enfermedad de Parkinson (4,4%. La textura óptima para la ingesta fue "pudin" en el 48,0%. Se revisaron 43 principios activos y se realizaron 134 intervenciones: En el 41% de ellas se facilitó la deglución mezclando el fármaco con los alimentos y en el 59% se utilizó la adición de agua y espesante. El 94% de las recomendaciones se consideraron adecuadas. Conclusión: La adecuación de las formas farmacéuticas al grado de disfagia repercute en la mejora de la calidad asistencial implementando la seguridad en los procesos de prescripción y administración de fármacos.Introduction: The oral route is the most convenient way of administering medication, although it may not be safe. Dysphagia is one of the factors rendering difficult a proper feeding and administration of medication. Objectives: to improve the administration of oral medication in patients with dysphagia by

  14. Experiências de cuidado vividas na infância e comportamentos de risco para a saúde

    OpenAIRE

    Mendonça, Liliane; Maia,Ângela; Ribeiro, Fátima

    2007-01-01

    Introdução: Os factores de risco para a saúde dos adolescentes têm sido estudados de forma a melhor compreender estes comportamentos, sendo que o contexto familiar, assim como diversos stressores a ele associados, têm sido considerados nesta investigação. Este trabalho tem como objectivos conhecer a prevalência destes comportamentos, averiguar se têm igual distribuição nos dois sexos e estudar a sua associação as características das relações familiares. Método: 208 adolescentes de duas esc...

  15. Fatores de risco para cicatriz renal após a primeira infeção febril do trato urinário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Freitas

    2016-03-01

    Conclusões: Os autores não detetaram nenhum fator de risco clínico, laboratorial ou imagiológico para progressão para lesão renal após um primeiro episódio de ITU febril em crianças entre 1 e 36 meses.

  16. Abordaje de la disfagia en enfermos de alzhéimer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Baena González

    Full Text Available Introducción: la disfagia es un síntoma que se refiere a la dificultad para mover el bolo alimentario desde la boca al estómago. A pesar de su relevancia y de la gravedad de sus posibles complicaciones, es poco conocida y estudiada. La prevalencia de la disfagia orofaríngea en enfermos de alzhéimer es de un 84% y puede originar complicaciones de gran trascendencia clínica como consecuencia de las alteraciones en la eficacia de la deglución, y en la seguridad de la misma. Objetivo: conocer el estado actual del conocimiento en relación al abordaje de la disfagia en enfermos de alzhéimer, localizando aquellos factores que permitan un diagnóstico precoz que facilite la prevención de complicaciones y la elección de la pauta de actuación más adecuada. Metodología: revisión sistemática. Estudios publicados entre 2005 y 2014 en inglés y castellano. Bases de datos: PubMed, Cochrane, Scopus, Elsevier, Scielo y Dialnet. Términos MeSH empleados: disfagia, dysphagia, alzheimer, modified y texture food. Resultados: el diagnóstico en los pacientes de alzhéimer se realiza mediante métodos clínicos y exploraciones complementarias como la videofluoroscopia, considerada como el estándar para el estudio de la disfagia orofaríngea, ya que permite identificar entre 1/3 y 1/4 de los pacientes que presentan aspiraciones silentes no diagnosticables clínicamente. Existen estrategias terapéuticas que incluyen cambios en el volumen y viscosidad del bolo, cambios posturales, maniobras deglutorias, procedimientos de rehabilitación y técnicas de incremento sensorial que han demostrado su eficacia, pero se trata de una labor compleja que exige un abordaje multidisciplinar para un correcto diagnóstico y tratamiento. Conclusiones: existe una escasa evidencia científica en el abordaje de la disfagia y un gran desconocimiento en cuanto a la alimentación de los enfermos de alzhéimer. Esta patología necesita una intervención multidisciplinar en la

  17. Tratamiento logopédico de la disfagia orofaríngea. Nuevas técnicas en el tratamiento de la disfagia

    OpenAIRE

    Oriol Pelegrina, Nuria

    2017-01-01

    El interés por la disfagia ha ido aumentando en los últimos años, y esto se traduce en un incremento en las publicaciones científicas, al mismo tiempo que en una atención más especializada en su detección e intervención. Aun así, debe continuar el esfuerzo para que cualquier persona con alteraciones en la deglución pueda ser diagnosticada y tratada. El objetivo de la presentación es realizar un breve recorrido por las diferentes herramientas con las que cuentan los logopedas para tratar pa...

  18. Genes relacionados ao metabolismo dos fosfolípides como fatores de risco para o transtorno afetivo bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meira-Lima Ivanor V

    2003-01-01

    Full Text Available Os estudos de epidemiologia genética fornecem consistente evidência de que o componente genético tem um papel preponderante no risco para o Transtorno Afetivo Bipolar (TAB, embora genes de vulnerabilidade ainda não tenham sido identificados de forma inequívoca. Nesta atualização os autores apresentam dados demonstrando que os fosfolípides exercem um relevante papel nos processos de sinalização intracelular e que estudos da neuroquímica dos estabilizadores do humor convergem em apontar para uma ação destas drogas nas vias de transdução de sinais reguladas pelas fosfolipases. Concluem que investigações de variantes nos genes que codificam enzimas do metabolismo dos fosfolípides como potenciais genes de susceptibilidade podem ampliar o conhecimento acerca dos fatores de risco e dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos no surgimento destes transtornos do humor.

  19. Levantamento dos fatores de risco para diabetes mellitus tipo 2 em uma instituição de ensino superior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ortiz Maria Carolina Alves

    2001-01-01

    Full Text Available O aumento da expectativa de vida da população, diminuição da atividade física e aumento da ingesta calórica exercem importante papel no aparecimento do diabetes na população. Assim, o objetivo deste estudo é identificar os fatores de risco para o diabetes mellitus tipo 2, em 99 sujeitos de instituição de ensino, em uma cidade do interior paulista. Os resultados permitiram-nos concluir que: 51,5% dos sujeitos estão com sobrepeso ou obesos; 51,5% tem antecedentes hereditários, 70% não realizam atividades físicas regularmente, 68% sentem-se estressados no trabalho e 6% apresentam níveis pressóricos alterados. Os resultados indicam a necessidade de programa educativo junto às instituições, visando despertar nos sujeitos a necessidade de buscar estilos de vida saudáveis a fim de prevenir os fatores de risco para o diabetes tipo 2.

  20. Indicadores de risco para tentativa de suicídio por envenenamento: um estudo caso-controle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cláudia da Cruz Pires

    2015-09-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Considerando o envenenamento como o método mais utilizado para a tentativa de suicídio e a escassez de evidências nacionais sobre o tema, investigamos alguns possíveis indicadores de risco nesse tipo de tentativa. Métodos Estudo do tipo caso-controle em uma emergência geral de um hospital público, na cidade do Recife com 220 indivíduos, distribuídos em dois grupos de 110 pacientes cada, que estavam em tratamento, sendo o grupo casos os sobreviventes de tentativa de suicídio por envenenamento e os controles, sem história de intoxicação/envenenamento nem tentativa de suicídio, pareados por gênero e idade. Resultados O gênero feminino predominou na amostra (70,9%, com idade média de 29 anos; 73% declararam etnia branca ou morena; menos da metade vivia em convívio marital; a maioria tinha religião; ambos tinham poucos anos de estudo. Houve diferença significativa (p = 0,003 para dependência financeira entre os grupos, com chance 2,25 vezes maior para tentar suicídio entre os casos. Ter sofrido fatos traumáticos e abuso sexual na infância revelou diferença significativa. Conclusões Foram considerados indicadores de risco no grupo caso: estar em dependência financeira de terceiros, ter sofrido abuso sexual na infância, ideação suicida, histórico de transtorno mental na família, possuir algum transtorno mental e, principalmente, comorbidade(s psiquiátrica(s. No modelo de regressão, foi possível estimar uma chance de tentativa de suicídio por envenenamento de até 94,0% na presença conjunta de quatro fatores. A pesquisa representa uma das primeiras iniciativas para ampliação das discussões sobre os fatores de risco para tentativa de suicídio em âmbito nacional.

  1. Análise de riscos tecnológicos ambientais: perspectivas para o campo da saúde do trabalhador

    OpenAIRE

    Porto, Marcelo Firpo de Souza; Freitas,Carlos Machado de

    1997-01-01

    O objetivo deste artigo é trazer para o âmbito da saúde pública, particularmente para o campo da Saúde do Trabalhador, questões teóricas e desafios colocados pelos denominados riscos tecnológicos ambientais, os quais se relacionam e ultrapassam o universo dos ambientes de trabalho. Partindo-se dos riscos químicos industriais, demonstra-se a vulnerabilidade das sociedades contemporâneas face aos mesmos e seu agravamento nos países de economia periférica. Em seguida, apresenta-se o escopo das a...

  2. Construção de um software para avaliação do risco de úlcera por pressão em Unidade Terapia Intensiva

    OpenAIRE

    Silva, Camila Polo Camargo da [UNESP

    2013-01-01

    Pacientes sob cuidados intensivos têm geralmente alto risco para o desenvolvimento de úlcera por pressão (UP), isto devido às condições clínicas e aos fatores extrínsecos que estão expostos até sua reabilitação. Dentre o rol de indicadores de qualidade em unidade de terapia intensiva (UTI), a UP é um dos indicadores pertinente que reflete a qualidade assistencial da unidade. Este estudo teve como objetivos desenvolver um software para identificar os fatores de risco associados à UP, testar o ...

  3. Fatores de risco para mortalidade neonatal precoce Risk factors for early neonatal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Schoeps

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco da mortalidade neonatal precoce. MÉTODOS: Estudo caso-controle de base populacional com 146 óbitos neonatais precoces e amostra de 313 controles obtidos entre os sobreviventes ao período neonatal, na região sul do município de São Paulo, no período de 1/8/2000 a 31/1/2001. As informações foram obtidas por meio de entrevistas domiciliares e prontuários hospitalares. Foi realizada análise hierarquizada em cinco blocos com características: 1 socioeconômicas das famílias e das mães; 2 psicossociais maternas; 3 biológicas e da história reprodutiva materna; 4 do parto; 5 do recém-nascido. RESULTADOS: Os fatores de risco para a mortalidade neonatal precoce foram: Bloco 1: baixa escolaridade do chefe da família (OR=1,6; IC 95%: 1,1;2,6; domicílio em favela (OR=2,0; IC 95%: 1,2;3,5, com até um cômodo (OR=2,2; IC 95%: 1,1;4,2; Bloco 2: mães com união recente (OR=2,0; IC 95%: 1,0;4,2 e sem companheiro (OR=1,8; IC 95%: 1,1;3,0, presença de maus tratos (OR=2,7;1,1-6,5; Bloco 3: presença de intercorrência na gravidez (OR=8,2; IC 95%: 5,0;13,5, nascimento prévio de baixo peso (OR=2,4; IC 95%: 1,2;4,5; pré-natal ausente (OR=16,1; IC 95%: 4,7;55,4 ou inadequado (OR=2,1; IC 95%: 2,0;3,5; Bloco 4: presença de problemas no parto (OR=2,9; IC 95%: 1,4;5,1, mães que foram ao hospital de ambulância (OR=3,8; IC 95%: 1,4;10,7; Bloco 5: baixo peso ao nascer (OR=17,3; IC 95%: 8,4;35,6, nascimento de pré-termo (OR=8,8; IC 95%: 4,3;17,8. CONCLUSÕES: Além dos fatores proximais (baixo peso ao nascer, gestações de pré-termo, problemas no parto e intercorrências durante a gestação, identificou-se a participação de variáveis que refletem exclusão social e de fatores psicossociais. Esse contexto pode afetar o desenvolvimento da gestação e dificultar o acesso das mulheres aos serviços de saúde. A assistência pré-natal adequada poderia minimizar parte do efeito dessas variáveis.OBJECTIVE: To

  4. Traducción y validación de la versión en español de la escala EAT-10 (Eating Assessment Tool-10 para el despistaje de la disfagia Translation and validation of the Spanish version of the EAT-10 (Eating Assessment Tool-10 for the screening of dysphagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. Burgos

    2012-12-01

    Full Text Available Introducción: El Eating Assessment Tool-10 (EAT-10 es un instrumento analógico verbal, unidimensional y autoadministrado, para el despistaje de la disfagia. Objetivos: Traducir y adaptar al español la escala EAT-10, y evaluar sus propiedades psicométricas, fiabilidad y validez. Métodos: Tras la traducción, traducción inversa y aprobación por los investigadores de la versión española de la escala (EAT-10 ES, se realizó un estudio prospectivo en pacientes con diagnóstico de disfagia (DD, pacientes no diagnosticados con riesgo de disfagia (RD y pacientes sin riesgo de disfagia (SRD, procedentes de tres escenarios clínicos: una unidad de soporte nutricional hospitalaria (USN, una residencia geriátrica (RG y un centro de atención primaria (CAP, que respondieron a la EAT-10 ES durante una única visita. Pacientes e investigadores respondieron a un cuestionario de comprensión del instrumento. Resultados: El estudio incluyó 65 pacientes (75±9,1 años de edad; 52,3% mujeres. El tiempo medio de administración fue de 3,8 ± 1,7 minutos. El 95,4% de los pacientes consideró comprensibles todos los ítems de la escala y el 72,3% consideró fácil la asignación de puntuaciones. El coeficiente de consistencia interna alfa de Cronbach fue 0,87. La correlación entre las puntuaciones de cada ítem y el total de la escala fue elevada (p Rationale: The Eating Assessment Tool-10 (EAT-10 is a self-administered, analogical, direct-scoring screening tool for dysphagia. Objective: To translate and adapt the EAT-10 into Spanish, and to evaluate its psychometric properties. Methods: After the translation and back-translation process of the EAT-10 ES, a prospective study was performed in adult patients with preserved cognitive and functional abilities. Patients in 3 clinical situations, diagnosed with dysphagia (DD, patients at risk of dysphagia (RD, and patients not at risk of dysphagia (SRD were recruited from 3 settings: a hospital Nutritional

  5. Proposição de um modelo para análise dos fatores de risco em projetos de implantação da metodologia lean

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jonatas Ost Scherer Ost Scherer

    2013-01-01

    Full Text Available A gestão dos riscos envolvidos em projetos de implantação da metodologia lean é importante para reverter o baixo percentual de sucesso encontrado em tais projetos. Este artigo apresenta três contribuições principais ao tema: (i identificação dos fatores de risco em projetos de implantação da metodologia lean; (ii levantamento da intensidade do relacionamento entre os fatores identificados; e (iii algoritmo para a estimativa da probabilidade de sucesso da implantação, considerando a condição dos fatores e intensidade do relacionamento entre eles. O modelo proposto foi baseado na revisão da literatura e na opinião de especialistas da academia e da indústria. Ele utiliza preceitos de confiabilidade, em que os fatores de risco são modelados como um sistema série-paralelo. O modelo, testado em três empresas, apresentou resultados coerentes com as incertezas e riscos destes projetos. Identificou também os fatores de risco críticos para o projeto, considerando a sinergia entre os fatores.

  6. Fatores de risco para lesão renal aguda em pacientes com trauma grave e seus efeitos na mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luciano Baitello

    2013-06-01

    Full Text Available Os estudos que relacionaram lesão renal aguda (LRA e trauma surgiram durante a Segunda Guerra Mundial e, desde então, tem havido progressiva evolução dos cuidados para a prevenção da LRA. Entretanto, a determinação dos fatores de risco para o desenvolvimento de LRA pós-trauma permanece crucial e pode ajudar a reduzir esta complicação. OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo identificar os fatores de risco para o desenvolvimento de LRA em pacientes com trauma grave e sua influência na mortalidade. Trata-se de um estudo retrospectivo com 75 pacientes incluídos por apresentarem trauma grave; seis foram excluídos por terem chegado ao hospital sem condições de ressuscitação. MÉTODO: As variáveis estudadas foram: idade, sexo, gravidade do trauma de acordo com Injury Severity Score (ISS e Escala de Coma de Glasgow (ECG, mecanismo de trauma, pressão arterial média na admissão, reposição volêmica nas primeiras 24h, níveis séricos de creatinina, uso de antibióticos nefrotóxicos, tempo de internação, necessidade de internação em UTI e mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de LRA em traumatizados graves foi de 17,3%, sendo que os fatores associados à IRA nessa amostra foram TCE, ECG < 10. A mortalidade, o tempo de internação e a necessidade de UTI foram significativamente maiores nos pacientes que desenvolveram LRA. CONCLUSÕES: A identificação desses fatores de risco é de suma importância para a formulação de estratégias de atendimento aos pacientes vítimas de trauma grave, visando à prevenção da lesão renal aguda e da elevada mortalidade.

  7. Prevalência e fatores de risco para brucelose suína em Mossoró-RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro I. Leite

    2014-06-01

    Full Text Available A presente pesquisa teve como objetivo determinar a prevalência da brucelose e seus fatores de risco no rebanho suíno de Mossoró/RN. Compreendeu um estudo epidemiológico transversal e de abordagem quantitativa, no qual foram coletadas 412 amostras sanguíneas de suínos provenientes dos principais produtores do município e realizada inspeção das criações com entrevistas aos produtores. Anticorpos anti-Brucella spp. foram detectados pelo teste do antígeno acidificado tamponado (AAT e confirmados pela reação de fixação de complemento (RFC. A prevalência da brucelose nos suínos foi de 27,0% no teste de AAT e 17,5% na RFC. Em 55% das propriedades pesquisadas havia pelo menos um animal positivo, e a prevalência nestas variou de 6,7% a 80,0%. Os fatores de risco que estavam influenciando a ocorrência da doença foram: a presença de ratos nas criações, o contato com bovinos e a faixa etária jovem dos animais. Os resultados do estudo permitiram concluir que o agente etiológico da brucelose estava circulando em suínos do município de Mossoró-RN, com elevada prevalência no rebanho e nas propriedades, evidenciando o risco de transmissão desta zoonose para o homem.

  8. Fatores de risco para prematuridade: pesquisa documental Factores de riesgo para prematuridade: documento de búsqueda Risk factors for prematurity: document search

    OpenAIRE

    Helena Ângela de Camargo Ramos; Roberto Kenji Nakamura Cuman

    2009-01-01

    Objetivou-se identificar o perfil de mães e de prematuros nascidos vivos e caracterizar os recém-nascidos prematuros em situação de risco para o crescimento e desenvolvimento. Estudo epidemiológico de corte transversal realizado em Guarapuava, PR. Os dados foram obtidos a partir do sistema de informações sobre nascidos vivos (SINASC) com base nas declarações de nascidos vivos. A análise estatística foi realizada em uma amostra composta por 106 declarações de nascidos vivos prematuros, de jane...

  9. Risco para amamentação ineficaz: um diagnóstico de enfermagem Risco para el amamantamiento ineficaz: un diagnostico de enfermería Risk of ineffective breast-feeding: a nursing diagnosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Silveira Viera

    2004-12-01

    Full Text Available Este estudo objetiva apresentar o diagnóstico de enfermagem risco para amamentação ineficaz em mães com filho prematuro hospitalizados em uma UTI neonatal. O estudo de caso delineou a metodologia do estudo, constituindo-se a amostra de 35 mães. Encontrou-se este diagnóstico em 100% da amostra, obtendo como fatores de risco:prematuridade; oportunidade insuficiente para a amamentação ao seio, devido ao recém-nascido (RN estar hospitalizado; déficit de conhecimento quanto à manutenção da lactação; medo materno; inconstância da sucção do seio devido à separação; alimentação artificial do RN. Considera-se que a identificação de riscos para a não amamentação durante o período de hospitalização do RN possibilita o direcionamento de um cuidado de enfermagem voltado para a prevenção de um diagnóstico de amamentação ineficaz.Este estudio objetiva presentar el diagnóstico de enfermería riesgo para amamantamiento ineficaz en madres con hijo prematuro hospitalizados en una UTI neonatal. El estudio de caso delineó la metodología del estudio, constituyéndose la muestra de 35 madres. Se encontró este diagnóstico en 100% de la muestra, obteniendo como factores de riesgo: premadurez; oportunidad insuficiente para el amamantamiento al seno, debido al recién nacido (RN estar hospitalizado; déficit de conocimiento en lo que se refiere al mantenimiento de la lactancia; miedo materno; inconstancia de la succión del seno debido a la separación; alimentación artificial del RN. Se considera que la identificación de riesgos para que no se amamante durante el período de hospitalización del RN posibilita la dirección de un cuidado de enfermería volcado para la prevención de un diagnóstico de amamantamiento ineficaz.This study is aimed at presenting the 'risk of ineffective breast-feeding' nursing diagnosis regarding mothers of premature infants who are hospitalized in a neonatal Intensive Care Unit. The case study

  10. FATORES DE RISCO MODIFICÁVEIS PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES: EFEITO DE UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Neri NOBRE

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa de educação sobre fatores de risco modifi cáveis para doenças cardiovasculares (DCVs. Trata-se de um estudo longitudinal do tipo antes-edepois, realizado com portadores de diabetes e/ou hipertensão arterial sistêmica (HAS, cadastrados em duas Unidades Básicas de Saúde (UBS na cidade de Diamantina MG. Os voluntários foram submetidos a um Programa de Educação que constou de atendimento nutricional individualizado, e atividades educativas num período de doze meses. Os fatores de risco modificáveis estudados foram elevados valores de índice de massa corporal, circunferência da cintura e adiposidade, uso de cigarros e bebida alcoólica, estilo de vida sedentário, e hábitos alimentares inadequados. O efeito do programa foi avaliado comparando-se os resultados observados antes e após 12 meses da sua implantação. O critério de significância estatística adotado foi p<0,05. A maioria da amostra foi composta por mulheres (88,8% com baixo nível de instrução: 18,5% de analfabetos e 74% com ensino fundamental incompleto. As variáveis antropométricas e de adiposidade no período de intervenção apresentaram-se elevadas e não diferiram estatisticamente no decorrer do tempo. Grande parte relatou ser fisicamente ativo (81,5%, não consumir bebidas alcoólicas (88,9% nem cigarros (92,6%. Os valores médios do índice de massa corporal, circunferência da cintura, adiposidade e per capita de consumo de açúcar e sal estão acima dos valores considerados adequados. Apenas a média de consumo per capita de óleo apresentou diferença estatística ao final da intervenção (p=0,007. O programa de educação apresentou tendência para a redução de fatores de risco modificáveis para DCVs, refletido na redução do consumo de óleo, açúcar e sal, bem como de bebida alcoólica e cigarros.

  11. Monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas por entrevistas telefônicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monteiro Carlos Augusto

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever métodos e resultados iniciais de sistema de monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis por meio de entrevistas telefônicas. MÉTODOS: Estudou-se amostra probabilística (n=2.122 da população adulta do Município de São Paulo residente em domicílios conectados à rede de telefonia fixa, com amostragem realizada em duas etapas: sorteio de linhas telefônicas e sorteio do morador do domicílio a ser entrevistado. Foi aplicado questionário para investigar características demográficas e socioeconômicas, padrão de alimentação e de atividade física, consumo de cigarros e de bebidas alcoólicas, peso e altura recordados e auto-referência a diagnóstico médico de hipertensão arterial e diabetes, entre outros quesitos. Foram calculadas estimativas sobre a prevalência de fatores de risco selecionados para doenças crônicas não transmissíveis para a população adulta com telefone e para a população adulta total do município. Neste último caso, população total, foram aplicados à amostra fatores de ponderação que levaram em conta diferenças demográficas e socioeconômicas entre a população com telefone e a população total do município. RESULTADOS: Foram observadas diferenças substanciais entre os sexos quanto à freqüência da maioria dos fatores de risco estudados, sendo significativamente mais freqüentes em homens o consumo insuficiente de frutas e hortaliças, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o excesso de peso; e nas mulheres foram mais freqüentes o sedentarismo e a hipertensão. Possibilidades adicionais de estratificação da prevalência de fatores de risco permitidas pelo sistema de monitoramento foram ilustradas a partir de exemplos abrangendo faixa etária, nível de escolaridade e área de residência na cidade dos entrevistados. CONCLUSÕES: O desempenho do sistema de monitoramento, avaliado a partir da representatividade e confiabilidade

  12. Fatores de risco para diárreia persistente em lactentes Risk factors to persistent diarrhea in infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Graças Moura Lins

    2003-12-01

    Full Text Available RACIONAL: A diarréia persistente é uma doença multicausal. A análise do risco para o prolongamento do quadro diarréico envolve variáveis ambientais, biológicas e do manejo clínico. OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a diarréia persistente em crianças hospitalizadas na fase aguda do quadro diarréico. PACIENTES E MÉTODOS: O estudo foi do tipo caso-controle. A amostra consistiu de 216 crianças menores de 24 meses hospitalizadas por diarréia de início abrupto, no Instituto Materno-Infantil de Pernambuco, Recife, PE. O grupo de casos incluiu as crianças com diarréia persistente e o de controles aquelas com diarréia aguda. Foram analisadas variáveis socioeconômicas, biológicas, de morbidade anterior, clínicas e do manejo terapêutico prévio à admissão. Utilizou-se o odds ratio não ajustado e ajustado, com seus respectivos intervalos de confiança de 95%, observando-se o nível de significância de 5%. A análise multivariada foi feita através de regressão logística. RESULTADOS: O risco de persistência da diarréia foi maior nas crianças com: disenteria, febre no início do quadro, dieta suspensa e uso de antibiótico à admissão hospitalar. O risco de diarréia persistente foi cerca de três vezes maior para crianças sem geladeira no domicílio e que apresentavam hiperemia perianal ao exame físico na admissão hospitalar, sendo estas as variáveis que apresentaram significância estatística após o ajuste para fatores de confusão. CONCLUSÕES: A melhoria das condições ambientais e o manejo adequado e individualizado da criança hospitalizada por diarréia pode contribuir para a redução da morbidade da doença.BACKGROUND: Persistent diarrhea is a multicausal disease. The analysis of risk factors for persistent diarrhea includes environmental and biological variables as well as therapeutical management. AIM: To identify risk factors for persistent diarrhea among children hospitalized with acute diarrhea

  13. Elaboração de Carta de Risco de Contaminação por Agrotóxicos para a Bacia do Riacho da Estiva, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Cavalcante de Jesus França

    Full Text Available RESUMO O objetivo com a realização deste trabalho foi determinar áreas com risco de contaminação por agrotóxicos utilizados na produção de monoculturas anuais na bacia do Riacho da Estiva, afluente do Rio Uruçuí-Preto, Piauí, por meio de álgebra de mapas, fazendo-se uso de planos de informação ambiental para determinar a tendência do comportamento da água, infiltração e escoamento, juntamente com o transporte de agrotóxicos. O cruzamento dessas informações foi utilizado para gerar um mapa com as áreas de risco de contaminação por agroquímicos utilizados. A bacia hidrográfica apresentou elevada antropização, com aumento de aproximadamente 55% do uso e ocupação do solo por culturas agrícolas em um período de 27 anos (1984 a 2011. Área de 269 Km2, que corresponde a 11% da área da bacia, apresenta alto potencial de risco de contaminação por agroquímicos, 45% apresentam médio risco de contaminação e 44% apresentam baixo risco de contaminação.

  14. Estrias de distensão na gravidez: fatores de risco em primíparas

    OpenAIRE

    Maia, Marcus; Marçon, Carolina Reato; Rodrigues,Sarita Bartholomei; AOKI, Tsutomu

    2009-01-01

    FUNDAMENTOS: Estrias ocorrem em mais de 70% das gestantes. Elas tendem a se desenvolver a partir da 25ª semana gestacional. Apesar de sua etiologia não ser bem compreendida, aceita-se que a combinação de fatores genéticos com alterações endócrinas e estiramento mecânico da pele tem papel significante. Em função dos diferentes resultados encontrados na literatura, os autores avaliaram os fatores de risco comumente citados com o objetivo de determinar se estão associados com a ocorrência de est...

  15. Insatisfação corporal, prática de dietas e comportamentos de risco para transtornos alimentares em mães residentes em Santos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Baeza Scagliusi

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a insatisfação corporal, a prática de dietas e os comportamentos de risco para transtornos alimentares em uma amostra de mães residentes no município de Santos. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal, de base populacional, com 453 mães de filhos com até 10 anos de idade. As mães responderam ao Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26, à Escala de Figuras de Stunkard e a uma questão sobre a prática atual de dietas. RESULTADOS: Das mães, 29,9% apresentaram escore positivo para os comportamentos de risco para transtornos alimentares e 21,8% estavam fazendo dieta para emagrecer no momento da entrevista. No tocante à imagem corporal, 17,5% das mães estavam satisfeitas com o seu tamanho corporal, 71,5% gostariam de diminuir seu tamanho corporal e 11,0% gostariam de aumentá-lo. Os comportamentos de risco para transtornos alimentares foram mais frequentes nas mães insatisfeitas com seus tamanhos corporais (p < 0,0001. CONCLUSÃO: A maioria das mães investigadas estava insatisfeita com os seus tamanhos corporais. A frequência de mães que praticavam dietas ou tinham comportamentos de risco para transtornos alimentares foi similar ou superior aos demais estudos nacionais, conduzidos, em sua maioria, com populações consideradas de risco, como meninas adolescentes e jovens universitárias.

  16. Estudo prospectivo dos fatores de risco para complicações neurológicas na meningite bacteriana infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sadie Namani

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Análise prospectiva de fatores de prognóstico para complicações neurológicas da meningite bacteriana infantil. MÉTODOS: Este estudo prospectivo recrutou 77 crianças de um mês a 16 anos de idade tratadas de meningite bacteriana durante o período de 1/1/2009 a 31/12/2010. Foram escolhidos 16 preditores relevantes para analisar sua associação com a incidência de complicações neurológicas. Valores P abaixo de 0,05 foram considerados estatisticamente significativos. RESULTADOS: Das 77 crianças tratadas para meningite bacteriana, desenvolveram-se complicações neurológicas em 33 pacientes (43%, e duas crianças morreram (2,6%. A etiologia dos casos de meningite bacteriana foi comprovada em 57/77 (74% dos casos: foram encontrados 32 isolados de meningococos; 8 de pneumococos; 6 de bacilos gram-negativos; 5 de H. influenzae; 5 de estafilococos e 1 de S. viridans. Os fatores que se mostraram associados a aumento do risco de desenvolvimento de complicações neurológicas foram idade 5.000 células/mm³, pleiocitose > 5.000 células/mm³ depois de 48 horas, baixa relação da glicose no LCS/sangue 48 horas, presença de comorbidade e foco primário de infecção não se associaram a aumento do risco para o desenvolvimento de complicações neurológicas. CONCLUSÃO: Idade inferior a 12 meses e gravidade da apresentação clínica na admissão foram identificadas como os preditores mais fortes de complicações neurológicas e podem ter valor para selecionar pacientes para tratamento mais intensivo.

  17. Risk factors for infant developmental problems Factores de riesgo para problemas de desarrollo infantil Fatores de risco para problemas de desenvolvimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margaret Rose Santa Maria-Mengel

    2007-10-01

    procedimientos de intervención preventiva en programas de Salud de la Familia.Este estudo descritivo-correlacional teve por objetivo detectar riscos para problemas do desenvolvimento da criança nos quatro primeiros anos, identificar recursos protetores no ambiente familiar e verificar as melhores variáveis preditoras do desenvolvimento em risco, em amostra não-clínica composta por 120 crianças cadastradas em um Programa de Saúde da Família. Utilizaram-se instrumentos de avaliação do desenvolvimento global, da linguagem expressiva da criança e do ambiente familiar. A análise de regressão logística indicou que quanto menor a escolaridade do pai, maior a chance de risco para problemas de desenvolvimento. A história do estado nutricional abaixo do normal aos seis meses de idade e o risco psicossocial no ambiente familiar aumentava a probabilidade de problemas de linguagem expressiva. Conclui-se que a triagem de riscos para problemas de desenvolvimento da criança e a análise dos fatores psicossociais do contexto familiar devem ser incluídas como procedimento de intervenção preventiva em Programas de Saúde da Família.

  18. Fatores de risco para depressão nos pacientes com câncer de mama

    OpenAIRE

    Pedro Pereira Silva Junior; Caio Wthen Gambacorta Geranutti; José Roberto Pretel Pereira Job

    2013-01-01

    O câncer de mama é o segundo tumor de maior prevalência no sexo feminino. Apenas o diagnóstico do câncer já é capaz de provocar abalos significativos, tanto físicos quanto psicológicos nos pacientes. Mais da metade dos pacientes com quadro depressivo não são diagnosticados, demonstrando a grande importância dos médicos em avaliar os fatores de risco para a depressão, não subestimar o diagnóstico e realizar o tratamento correto, pois o quadro depressivo tem grande influência negativa no prognó...

  19. Utilidad de implantar un programa de atención a la disfagia en un Hospital de Media y Larga Estancia Usefulness of implementing a dysphagia care programme at an intermediate and long stay hospital

    OpenAIRE

    2009-01-01

    Objetivos: Describir en un Hospital de Media y Larga Estancia (HMLE) los resultados iniciales tras la implantación de un programa de valoración e intervención sobre la disfagia y conocer que variables mostraban diferencias significativas entre los enfermos con y sin disfagia así detectados. Métodos: Estudio descriptivo retrospectivo de la valoración realizada a los pacientes con sospecha de disfagia y de la intervención posterior en los que esta se confirmó. Se usó para dicha valoración un mé...

  20. Análise de riscos tecnológicos ambientais: perspectivas para o campo da saúde do trabalhador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Firpo de Souza Porto

    Full Text Available O objetivo deste artigo é trazer para o âmbito da saúde pública, particularmente para o campo da Saúde do Trabalhador, questões teóricas e desafios colocados pelos denominados riscos tecnológicos ambientais, os quais se relacionam e ultrapassam o universo dos ambientes de trabalho. Partindo-se dos riscos químicos industriais, demonstra-se a vulnerabilidade das sociedades contemporâneas face aos mesmos e seu agravamento nos países de economia periférica. Em seguida, apresenta-se o escopo das análises de riscos pelas vertentes da engenharia, toxicologia e epidemiologia, bem como a crítica que as ciências sociais vem realizando sobre as mesmas. Conclui-se que a Ciência não é capaz de dar conta isoladamente de problemas complexos como os riscos tecnológicos ambientais. Para se avançar sobre esses limites, diversas propostas integradoras do nível teórico-metodológico vêm sendo desenvolvidas nos campos da análise de riscos e da saúde do trabalhador. Dentre estas, destacam-se aquelas sobre interdisciplinaridade, abordagens sistêmicas e participativas, que incorporam o saber dos trabalhadores e comunidades, forjando a interação entre conhecimento e diálogo como condição fundamental da prevenção e controle dos riscos tecnológicos ambientais.

  1. Análise de riscos tecnológicos ambientais: perspectivas para o campo da saúde do trabalhador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Porto Marcelo Firpo de Souza

    1997-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é trazer para o âmbito da saúde pública, particularmente para o campo da Saúde do Trabalhador, questões teóricas e desafios colocados pelos denominados riscos tecnológicos ambientais, os quais se relacionam e ultrapassam o universo dos ambientes de trabalho. Partindo-se dos riscos químicos industriais, demonstra-se a vulnerabilidade das sociedades contemporâneas face aos mesmos e seu agravamento nos países de economia periférica. Em seguida, apresenta-se o escopo das análises de riscos pelas vertentes da engenharia, toxicologia e epidemiologia, bem como a crítica que as ciências sociais vem realizando sobre as mesmas. Conclui-se que a Ciência não é capaz de dar conta isoladamente de problemas complexos como os riscos tecnológicos ambientais. Para se avançar sobre esses limites, diversas propostas integradoras do nível teórico-metodológico vêm sendo desenvolvidas nos campos da análise de riscos e da saúde do trabalhador. Dentre estas, destacam-se aquelas sobre interdisciplinaridade, abordagens sistêmicas e participativas, que incorporam o saber dos trabalhadores e comunidades, forjando a interação entre conhecimento e diálogo como condição fundamental da prevenção e controle dos riscos tecnológicos ambientais.

  2. Relação entre o estado de humor e os comportamentos alimentares de risco para os transtornos alimentares em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Analisar a relação entre o estado de humor e os comportamentos alimentares de risco para os transtornos alimentares (TA em adolescentes do sexo feminino. Métodos Participaram 397 adolescentes com idade entre 12 e 17 anos. Utilizaram-se as subescalas do Eating Attitudes Test (EAT-26 para avaliar os comportamentos alimentares de risco para os TA. Utilizou-se a Escala de Humor de Brunel (BRUMS para avaliar o estado humor negativo (ansiedade, tensão, depressão, confusão mental, raiva e fadiga. Conduziram-se a Regressão Logística Binária e a Análise Multivariada de Covariância para analisar os dados. Resultados Evidenciou-se associação estatisticamente significativa entre o estado de humor negativo e os comportamentos alimentares de risco para os TA (X2 = 25,71; Wald = 31,92; p = 0,001. Identificou-se diferença de escore na subescala Dieta entre as adolescentes com alto e baixo estado de humor negativo [F (1, 396 = 13,40; p = 0,04], fato que não foi encontrado para as subescalas Bulimia e Preocupação com Alimentos [F (1, 396 = 1,69; p = 0,09] e Autocontrole Oral [F (1, 396 = 0,95; p = 0,17]. Conclusão Os comportamentos alimentares de risco para os TA estiveram relacionados ao estado de humor negativo.

  3. Tabagismo como fator de risco para a doença renal crônica: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ubiracé Fernando Elihimas Júnior

    2014-12-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC e o tabagismo são problemas de saúde pública. Objetivo: Analisar o tabagismo como fator risco para a progressão da DRC. Métodos: Realizou-se uma revisão sistemática nas bases Medline, LILACS, SciELO, Google Acadêmico, Trials.gov e Embase com artigos publicados até fevereiro de 2013. Incluíram-se estudos: tipo coorte, ensaios clínicos e caso-controle. Realizados em seres humanos com idade ≥ 18 anos tendo tabagismo como fator de risco para progressão da DRC. Excluíram-se estudos que não referiam tabagismo e DRC no título ou tinham proposta de combate ao fumo. Resultados: Das 94 citações, 12 artigos foram selecionados. Destes, seis eram multicêntricos realizados em países desenvolvidos e quatro foram aleatorizados. Predominou o sexo masculino 51%-76%. Houve progressão associada ao tabagismo em 11 estudos. Identificou-se que o consumo ≥ 15 maços/ ano aumenta o risco de progressão da DRC. Conclusão: Tabagismo é fator de risco para progressão da DRC.

  4. Reprodutibilidade de informações em estudo de fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy Agostinho Gimeno

    1997-10-01

    Full Text Available Examina-se, em uma subamostra de 38 casos e 38 controles de um estudo sobre os fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente, a reprodutibilidade de informações obtidas para as variáveis escolaridade da mãe e do pai, peso e comprimento da criança ao nascer, história de episódios graves de diarréia, tempo de aleitamento ao seio e idade da introdução de leite de vaca na alimentação infantil, selecionadas a partir do questionário padronizado utilizado em visita domiciliar. A repetição das perguntas foi feita por telefone. A concordância entre as respostas da primeira e segunda entrevista foi verificada mediante a utilização da estatística kappa (variáveis categóricas e do coeficiente de correlação intraclasse (variáveis quantitativas, para casos e controles separadamente. Os resultados levam a aceitar as informações como reprodutíveis.

  5. Reprodutibilidade de informações em estudo de fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gimeno Suely Godoy Agostinho

    1997-01-01

    Full Text Available Examina-se, em uma subamostra de 38 casos e 38 controles de um estudo sobre os fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente, a reprodutibilidade de informações obtidas para as variáveis escolaridade da mãe e do pai, peso e comprimento da criança ao nascer, história de episódios graves de diarréia, tempo de aleitamento ao seio e idade da introdução de leite de vaca na alimentação infantil, selecionadas a partir do questionário padronizado utilizado em visita domiciliar. A repetição das perguntas foi feita por telefone. A concordância entre as respostas da primeira e segunda entrevista foi verificada mediante a utilização da estatística kappa (variáveis categóricas e do coeficiente de correlação intraclasse (variáveis quantitativas, para casos e controles separadamente. Os resultados levam a aceitar as informações como reprodutíveis.

  6. Autoestima, insatisfação corporal e internalização do ideal de magreza influenciam os comportamentos de risco para transtornos alimentares?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2015-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi verificar a influência da autoestima, da insatisfação corporal e da internalização do ideal de magreza nos comportamentos de risco para transtornos alimentares de adolescentes do sexo feminino. MÉTODOS: Participaram do estudo 471 jovens. Utilizou-se a Escala de Autoestima de Rosemberg, o Body Shape Questionnaire e o Sociocultural Attitudes Towards Appearance Questionnaire-3 para avaliar autoestima, insatisfação corporal e internalização do ideal de magreza, respectivamente. As subescalas do Eating Attitudes Test foram utilizadas para avaliar os comportamentos de risco para transtornos alimentares. RESULTADOS: Os resultados indicaram influência dos escores do Body Shape Questionnaire (p0,05. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a insatisfação corporal e a internalização do ideal de magreza influenciam os comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes do sexo feminino, fato que não foi evidenciado para a autoestima.

  7. FATORES DE RISCO PARA O LUPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO: REVISÃO DA LITERATURA

    OpenAIRE

    Eliana Regina Pezzole; Gleidson Brandão Oselame

    2014-01-01

    O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença autoimune, inflamatória, que atinge órgãos e tecidos, sendo dez vezes mais comum em mulheres. Desta forma, este estudo teve como objetivo descrever os fatores de risco que atuam na gênese do LES. Realizou-se um estudo de revisão entre os dias 18 e 23 de fevereiro de 2013 na base de dados do Scientific Electronic Library Online (SciELO) e pelo buscador Google Acadêmico. Foram utilizados os descritores ‘’Lupus’’ and ‘’fator’’ and “risco’’. Os res...

  8. Identificação precoce do risco para transtornos da atenção e da leitura em sala de aula

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Valéria Andrade

    Full Text Available Testou-se a acurácia de atividades pedagógicas coletivas, baseadas em julgamentos fonológicos por meio do pareamento entre figuras e de figuras com palavras faladas, na identificação de escolares de risco para transtornos da atenção e da leitura em sala de aula. Quarenta e cinco escolares do 2º ano (idade média de 7 anos, 29 do gênero masculino, foram divididos em grupo controle, sem dificuldade de leitura-escrita (n=32, e grupo de risco, com dificuldade de leitura (n=13. O baixo desempenho nessas atividades, definido como os escores acima de 1,65 DP abaixo da média do grupo controle, apresentou boa sensitividade (verdadeiros positivos e especificidade (verdadeiros negativos na identificação precoce dos escolares de risco.

  9. Fatores de risco para doenças cardiovasculares em idosos com diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. C.P. Silva

    2009-01-01

    Full Text Available

    O objetivo deste estudo foi analisar os fatores de risco relacionados às doenças cardiovasculares (FRDCV, em idosos diabéticos do tipo 2, através de um estudo observacional com delineamento transversal, tendo sido realizado com 100 idosos atendidos no Centro Regional de Reabilitação de Araraquara (CRRA, São Paulo, Brasil, de março a dezembro de 2004. Houve predominância de indivíduos casados, sexo feminino, brancos, com baixa renda e baixa escolaridade. Quanto aos hábitos e estilo de vida, predominaram os que mantinham dietas adequadas, sedentários, não fumantes e não etilistas. Entre os 100 indivíduos estudados, 42% apresentaram sobrepeso, 42% obesidade, 71% valores inadequados de circunferência abdominal e 84% de relação cintura-quadril de acordo com o sexo. Em relação aos FRDCV, 54,0% apresentaram hipertensão arterial sistêmica (HAS, 54,0% com hipercolesterolemia, 51,0% de hipertrigliceridemia, 84% com valores elevados de LDL-colesterol, 59% com níveis reduzidos de HDLcolesterol, 78,0% com níveis elevados de glicemia de jejum, 76,0% com níveis elevados de hemoglobina glicada e 57,0% de fibrinogênio. Os resultados demonstraram uma freqüência elevada de FRDCV com diferenças em relação ao sexo e a idade. Palavras-chave: diabetes mellitus; fatores de risco; doenças cardiovasculares; idoso.

  10. Influência do nível socioeconômico sobre comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes Socioeconomic influence on eating disorders risk behaviors in adolescents

    OpenAIRE

    Karin Louise Lenz Dunker; Cássia Peres Bonar Fernandes; Daniel Carreira Filho

    2009-01-01

    OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco para transtornos alimentares (TA) em adolescentes de diferentes níveis socioeconômicos. MÉTODO: 183 adolescentes do sexo feminino de 15 a 18 anos de duas escolas (pública e particular) foram avaliadas quanto à renda e escolaridade dos pais, estado nutricional, comportamentos de risco para TA (Teste de Atitudes Alimentares - EAT-26), atitudes socioculturais quanto à aparência (Escala das Atitudes Socioculturais Voltadas para Aparência - SATAQ-3), pe...

  11. Fatores de risco para mortalidade infantil pós-neonatal Risk factors for post-neonatal infant mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Eduardo A. Baldin

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar, dentre os critérios do Programa do Recém-Nascido de Risco da Secretaria de Saúde de Santos, São Paulo, os fatores de risco para a mortalidade pós-neonatal. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de dados secundários de 22.452 fichas coletadas ao nascimento, de janeiro de 1998 a dezembro de 2001. A variável dependente foi o óbito pós-neonatal. As variáveis independentes foram: peso ao nascer OBJECTIVE: To assess, among the criteria adopted by the Program of Neonates at Risk of the Health Department of the Municipality of Santos, São Paulo, Brazil, the risk factors for post-neonatal infant mortality. METHODS: In a retrospective study, data from 22,452 newborn charts, from 1998 to 2001, were retrieved. Logistic regression was applied to detect risk factors for the dependent variable: death between 29 days and one year old. The independent variables were: birth weight <2,500g, congenital malformation, unwanted pregnancy, need of hospitalization after mother's discharge, unemployed house chief, siblings <2 years old and single mother. RESULTS: During the studied period, among the 22,452 children, there were 97 deaths of children between 29 days and one year old. In the bivariate analysis, the variables "birth weight <2,500g", "congenital malformations", "need of hospitalization after mother's discharge", "unemployed house chief", "siblings <2 years" and "single mother" were significantly associated to post-neonatal death. By logistic regression analysis, "birth weight <2.500g", "congenital malformations", "need of hospitalization after mother's discharge" and "siblings <2 years old" were significantly associated to post-neonatal mortality. CONCLUSIONS: The criteria adopted by the Program of Neonates at Risk were useful to identify infants at risk for death from 29 days to one year of life.

  12. Fatores de risco e medidas de prevenção do câncer de próstata: subsídios para a enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Pinto de Medeiros

    2011-04-01

    Full Text Available Apresenta-se um artigo de reflexão sobre fatores de risco e medidas de prevenção do câncer de próstata, visando contribuir para a abordagem de homens, especialmente durante a consulta de enfermagem. Idade avançada, origem étnica e hereditariedade são fatores de risco potenciais. Dieta pobre em gorduras, rica em frutas, verduras, legumes, grãos e outros é citada como minimizadora. A finasterida, droga inibidora da 5 alpha-redutase tem sido estudada como redutor de risco. O rastreamento da doença pela dosagem do Antígeno Prostático Específico (PSA e toque retal é também medida recomendada. Entretanto, maiores evidências científicas ainda estão sendo buscadas sobre esses fatores. A abordagem dos homens na consulta de enfermagem pode contribuir para a identificação de fatores de risco, sinais e sintomas de possíveis alterações.

  13. Revisão analítica das escalas de disfagia Analytic review of dysphagia scales

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Antonio Aissar Sallum

    2012-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Instrumento eficiente para medição da disfagia, facilmente reprodutível e estatisticamente consistente, deveria fornecer dados mais consistentes sobre os resultados e acompanhamento de doenças com disfagia. As propostas existentes mostram ampla cobertura na avaliação do sintoma disfágico. OBJETIVOS: Analisar as escalas de disfagia disponíveis sugerindo as que permitem avaliação mais objetiva e estatisticamente consistente, e não apenas ferramenta de mensuração, e sugerir as que melhor quantificam o sintoma e úteis para seguimento dos pacientes. MÉTODO: Foram pesquisados os seguintes descritores no Pubmed: "disfagia", "escala", "index", "score". Dez artigos foram selecionados entre 1995 e 2012 com propostas de escalas para a disfagia. RESULTADOS: A maioria das escalas não atingiram os requisitos para serem classificadas como ferramenta completa na avaliação de qualquer disfagia. Muitas são específicas para uma única doença, e poucas com maior abrangência, não têm consistência estatística. Para disfagia orofaríngea (cervical, as escalas FOIS e ASHA são citadas com mais frequência. Na disfagia motora (cervical, a de Zaninotto e Youssef têm aplicabilidade prática, mas ambas necessitam de validação estatística. A de Zaninotto parece ser mais precisa por incluir mais variáveis (disfagia, dor no peito e azia. As escalas que cobrem as duas formas de disfagia (ASHA e DHI são bem diferentes em seus objetivos. A DHI é escala publicada recentemente examina os dois tipos de disfagia e tem validação estatística bem estruturada. Importante passo no futuro seria testar essa nova proposta com amostra mais expressiva e representativa, provavelmente consagrando esse novo instrumento de avaliação. CONCLUSÃO: As escalas mais frequentes de disfagia relatadas nos últimos 17 anos têm propósito e estruturas diferentes. As escalas FOIS e ASHA são muitas vezes utilizadas para a avaliação da disfagia

  14. Análise dos fatores de risco anteparto para ocorrência de cesárea Analysis of the risk factors for cesarean section

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Angélica Leite de Carvalho Silva

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: criar um modelo preditivo para ocorrência de cesárea na Maternidade Professor Monteiro de Morais após avaliação dos fatores de risco anteparto das gestantes que pariram no período de 1 de setembro de 1999 a 31 de agosto de 2000, e posteriormente verificar a eficiência do serviço na indicação de cesárea. MÉTODOS: foi realizado estudo longitudinal, do tipo caso-controle com 3626 gestantes, no qual se verificou quais os fatores anteparto foram considerados de risco para cesárea, no período de 1 de setembro de 1999 a 31 de agosto de 2000. Posteriormente, criou-se modelo preditivo ideal, o qual permitiu quantificar o risco de cesárea para cada paciente na presença de um ou mais fatores de risco. A seguir, aplicou-se o modelo à amostra do estudo a fim de verificar o grau de concordância entre o risco previsto de cesárea e a realização do ato cirúrgico, ou seja, a eficácia na indicação de cesariana. RESULTADOS: aplicando-se o modelo preditivo na amostra, verificou-se que na ausência dos fatores de riscos anteparto, o risco basal de cesárea foi de 15,2%. O grau de concordância entre o previsto pelo modelo logístico e a ocorrência de cesárea foi de 86,6%. CONCLUSÕES: o modelo logístico permitiu identificar o risco basal de cesárea e quantificar a probabilidade de cesárea a partir da introdução do fator de risco. O modelo pode ser considerado útil e eficaz, uma vez que houve concordância entre o acerto e o previsto em 86,6% para cesariana, e 53,6% das pacientes submetidas ao parto normal, de fato, não tinham fator de risco para cesárea.PURPOSE: to create a predictive model for cesarean section at the "Professor Monteiro de Morais Maternity" after evaluation of antepartum risk factors of the pregnant women who delivered from September 1, 1999 to August 31, 2000, and then, to verify the efficacy of indication for cesarean section. METHODS: a longitudinal, case control study with 3.626 pregnant women was

  15. Fatores de risco para mastite subclínica em vacas leiteiras Risk factors for subclinical mastitis in dairy cows

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.M. Coentrão

    2008-04-01

    Full Text Available Os fatores de risco para mastite subclínica (CCS > 200.000 células/ml foram estudados em 2.657 vacas, de 24 rebanhos de Minas Gerais. Cada rebanho foi visitado três vezes entre novembro de 2005 e junho de 2006. Amostras de leite (n=3.987 de vacas em lactação foram examinadas para contagem de células somáticas (CCS, e um questionário foi aplicado para obtenção de dados dos animais e do manejo do rebanho. Os valores para a média, mediana e desvio-padrão da CCS foram 608.000, 219.000 e 967.000 células/ml, respectivamente. Os fatores de risco para mastite subclínica foram: animais com a base do úbere junto ou abaixo do jarrete, rachaduras ou fissuras nas partes de borracha do equipamento de ordenha, inadequação das teteiras, deficiência de limpeza dos pulsadores, falta de treinamento dos ordenhadores, não-utilização de diagnóstico microbiológico para mastite, imersão do conjunto de teteiras em solução desinfetante entre a ordenha de animais distintos, e inserção total da cânula de antibiótico nos tetos na secagem da vaca. A alta variação da CCS (608.000± 967.000 células/ml sugere que outros fatores, como o número de quartos mamários infectados e os patógenos envolvidos, podem ter influenciado os resultados. A metodologia utilizada não permitiu identificar todos os fatores que poderiam aumentar a CCS. Contudo, os resultados são úteis para aprimorar os programas de controle da mastite.This study was carried out to identify risk factors for subclinical mastitis (SCC > 200,000 cells/ml. A total of 2,657 lactating cows from 24 herds in the State of Minas Gerais, Brazil, were included in the study. Each farm was visited three times in an 8-month period from November 2005 to June 2006. At each visit, all milking cows were examined for clinical mastitis by a single observer. A total of 3,987 milk samples were examined for somatic cell counts (SCC. The mean, median, and standard deviation values for SCC were

  16. Análise da relação entre depressão materna e indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaína Pereira Pretto Carlesso

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo analisar as possíveis correlações entre alterações nos índices de risco ao desenvolvimento linguístico e psicológico do bebê e presença de depressão materna, em uma amostra de mães de bebês nascidos em cidade de porte médio e arredores da região central do Rio Grande do Sul.  Métodos a pesquisa foi realizada com 165 díades mães- bebê em Hospital Escola no qual as crianças realizavam triagem auditiva neonatal, no período de março a maio de 2010. Na coleta de dados foram utilizados um roteiro de entrevista sobre informações socioeconômicas, demográficas, obstétricas e psicossociais, a aplicação do Inventário de Depressão de Beck e dos Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil.  Resultados quando se avaliou os valores do inventário de depressão na primeira faixa de índice de risco analisada, comparando-se bebês com e sem risco ao desenvolvimento, houve diferença estatisticamente significante, pois mães com maiores escores de depressão apresentaram mais risco ao desenvolvimento de seus filhos.  Conclusões a análise realizada apontou que há maior proporção de bebês com risco ao desenvolvimento, quando os níveis de depressão materna são elevados no período pós-parto.

  17. Ferramenta para Análise e Avaliação de Riscos no Planejamento de Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Fatima Vencato

    2014-12-01

    Full Text Available Este trabalho é parte da dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Tecnologia, dos Institutos LACTEC, em parceria com o Instituto de Engenharia do Paraná – PRODETEC. A pesquisa teve como objetivo desenvolver um modelo para análise e avaliação de riscos inerentes em projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D, bem como classificar os riscos baseando-se na metodologia do Project Management Institute (PMI. A coleta de dados foi por meio da aplicação de questionário eletrônico para pesquisadores voluntários, vinculados a (1 uma instituição pública de ensino, a (2 uma instituição privada de ensino e a (3 uma instituição pública de pesquisa. Foi também objetivo deste trabalho elaborar uma ferramenta informatizada para análise e avaliação dos riscos durante o planejamento de projetos de P&D, identificando custos mínimos e máximos do projeto a partir da análise das ameaças e das oportunidades identificadas. Foi proposto ainda um índice de risco para apoio na análise das propostas de projetos pelas instituições de pesquisa como requisito para sua avaliação. A ferramenta informatizada foi validada por pesquisadores por meio de uma ficha de avaliação.

  18. CONHECIMENTO DOS TRABALHADORES DA INDÙSTRIA METAL-MECÂNICA SOBRE FATORES DE RISCO PARA DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Bohrer Oliva

    2011-01-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: identificar o conhecimento dos trabalhadores da indústria metalmecânica em relação aos fatores de risco para doença arterial coronariana (DAC e às atitudes voltadas a sua prevenção. Métodos: estudo com delineamento transversal, realizado com um grupo de trabalhadores da indústria metal-mecânica do sul do Brasil. A amostra foi por conveniência. Os dados foram coletados por meio de um questionário e verificação de medidas antropométricas. Análise descritiva. Resultados: foram incluídos 100 trabalhadores, com idade média de 29,0+10,16 anos, 66% homens. A obesidade foi considerada como fator de risco para DAC por 94% dos trabalhadores, a hipertensão arterial por 88% e hipercolesterolemia por 80%. Em relação às atitudes para prevenção da DAC, 51% da amostra referiram praticar atividade física. Conclusão: a maioria dos entrevistados conhece os principais fatores de risco para DAC. Contudo, as atitudes voltadas à prevenção ainda são limitadas.

  19. Computational modeling for irrigated agriculture planning. Part II: risk analysis Modelagem computacional para planejamento em agricultura irrigada: Parte II - Análise de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João C. F. Borges Júnior

    2008-09-01

    Full Text Available Techniques of evaluation of risks coming from inherent uncertainties to the agricultural activity should accompany planning studies. The risk analysis should be carried out by risk simulation using techniques as the Monte Carlo method. This study was carried out to develop a computer program so-called P-RISCO for the application of risky simulations on linear programming models, to apply to a case study, as well to test the results comparatively to the @RISK program. In the risk analysis it was observed that the average of the output variable total net present value, U, was considerably lower than the maximum U value obtained from the linear programming model. It was also verified that the enterprise will be front to expressive risk of shortage of water in the month of April, what doesn't happen for the cropping pattern obtained by the minimization of the irrigation requirement in the months of April in the four years. The scenario analysis indicated that the sale price of the passion fruit crop exercises expressive influence on the financial performance of the enterprise. In the comparative analysis it was verified the equivalence of P-RISCO and @RISK programs in the execution of the risk simulation for the considered scenario.Técnicas de avaliação de riscos procedentes de incertezas inerentes à atividade agrícola devem acompanhar os estudos de planejamento. A análise de risco pode ser desempenhada por meio de simulação, utilizando técnicas como o método de Monte Carlo. Neste trabalho, teve-se o objetivo de desenvolver um programa computacional, denominado P-RISCO, para utilização de simulações de risco em modelos de programação linear, aplicar a um estudo de caso e testar os resultados comparativamente ao programa @RISK. Na análise de risco, observou-se que a média da variável de saída, valor presente líquido total (U, foi consideravelmente inferior ao valor máximo de U obtido no modelo de programação linear. Constatou

  20. Fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros: estudo transversal de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Casado Costa

    2012-06-01

    Full Text Available No Brasil, devido às mudanças nos perfis demográfico, epidemiológico e nutricional da população, as doenças infecciosas vêm cedendo lugar às crônicodegenerativas. Em face da grande heterogeneidade demográfica, social e econômica do país, são exigidas ações de saúde pública que sejam direcionadas às realidades locais. Com o objetivo de identificar os fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros, foi realizado um inquérito domiciliar, entre junho de 2002 e outubro de 2005, em amostra representativa de 18 capitais brasileiras. As prevalências dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis foram: excesso de peso; atividade física irregular ou sedentarismo;consumo de cigarros; consumo de álcool de risco; hipertensão arterial referida; diabetes referida; e hipercolesterolemia referida. A ausência de fatores de risco foi observada em apenas 8,5% da população entrevistada. Conclui-se que a alta prevalência de exposição a pelo menos um dos fatores de risco estudados evidencia que as ações em saúde devem ser multifatoriais e não dirigidas somente a um fator isolado.

  1. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares Habitual diet and cardiovascular disease risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Cervato

    1997-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.INTRODUCTION: A survey by sampling in a county of the State of S. Paulo in 1990 sought, by means of home interviews, to analyse the habitual diet and risk factors for cardiovascular disease of people over 20 years of age. METHODOLOGY: Of the sub-specimen of a comprehensive study population, 557 individuals, aged between 20 and 88, were interviewed. The habitual diet, characterized by the dietary history, was compared with the recommendations on energy and nutrients of the

  2. Intervención Logopédica en un caso de Disfagia Neurógena Severa producida por un Traumatismo Craneoencefálico Severo

    OpenAIRE

    Gutiérrez Blanco, Jorge

    2016-01-01

    La disfagia neurógena es un síntoma muy común en aquellas personas afectadas por lesiones neurológicas. Entre sus causas más frecuentes, se encuentran las personas afectadas por traumatismos craneoencefálicos (TCE), como es el caso que nos ocupa. Si esta disfagia no es tratada correctamente desde el momento de su aparición, ya sea en el centro sanitario o en un centro específico para su tratamiento, se pueden producir graves complicaciones difíciles de vencer en el futuro, viéndose obligad...

  3. A melanoma risk score in a Brazilian population Um escore de risco para melanoma em uma população brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucio Bakos

    2013-04-01

    Full Text Available BACKGROUND: Important risk factors for cutaneous melanoma (CM are recognized, but standardized scores for individual assessment must still be developed. OBJECTIVES: The objective of this study was to develop a risk score of CM for a Brazilian sample. METHODS: To verify the estimates of the main risk factors for melanoma, derived from a meta-analysis (Italian-based study, and externally validate them in a population in southern Brazil by means of a case-control study. A total of 117 individuals were evaluated. Different models were constructed combining the summary coefficients of different risk factors, derived from the meta-analysis, multiplied by the corresponding category of each variable for each participant according to a mathematical expression. RESULTS: the variable that best predicted the risk of CM in the studied population was hair color (AUC: 0.71; 95% CI: 0.62-0.79. Other important factors were freckles, sunburn episodes, and skin and eye color. Consideration of other variables such as common nevi, elastosis, family history, and premalignant lesions did not improve the predictive ability of the models. CONCLUSION: The discriminating capacity of the proposed model proved to be superior or comparable to that of previous risk models proposed for CM. FUNDAMENTOS: importantes fatores de risco para melanoma cutâneo são reconhecidos, mas escores padronizados para avaliação individual ainda precisam ser elaborados. OBJETIVOS: o objetivo deste estudo foi desenvolver um escore de risco de melanoma cutâneo para uma amostra brasileira. MÉTODOS: verificar as estimativas dos principais fatores de risco para melanoma, derivado de uma meta-análise (estudo de base italiano e, externamente, validar em uma população do sul do Brasil por um estudo caso-controle. Um total de 117 indivíduos foram avaliados. RESULTADOS: a variável com maior poder preditivo para o risco de melanoma cutâneo na população estudada foi a cor do cabelo (AUC: 0

  4. Fatores de risco para hospitalização de crianças e adolescentes asmáticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lasmar Laura

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a ocorrência e os fatores de risco associados à hospitalização de um grupo de crianças asmáticas e realizar diagnóstico da assistência à saúde desses pacientes. MÉTODOS: Foram estudados 325 pacientes (crianças e adolescentes asmáticos, registrados em um ambulatório de referência, sendo que 202 já haviam sido hospitalizados. O diagnóstico da assistência prestada foi feito por meio de formulário que abordou características gerais das hospitalizações e fatores biológicos, demográficos, socioeconômicos e os relacionados à asma. Análises univariada e multivariada foram empregadas para verificar a associação entre variáveis independentes e a ocorrência de hospitalização. RESULTADOS: Dos pacientes estudados, 62,2% já haviam sido hospitalizados durante sua moléstia, 64,9% iniciaram crises, e 60,9% se internaram no primeiro ano de vida. A maioria (76,0% apresentava formas clínicas moderadas e graves. Apesar disto, 94,2% não estavam em uso de drogas profiláticas, recebendo assistência apenas durante o episódio agudo. Nenhum dos pacientes se encontrava vinculado à atenção primária para controle periódico da doença e profilaxia com corticosteróides inalados. Os familiares (97,8% não dispunham de conhecimentos básicos necessários ao manejo da asma. Os principais fatores de risco para hospitalização foram: a idade de início dos sintomas antes de 12 meses de idade (OR=3,20, IC95%, 1,55-6,61 ou entre 12 e 24 meses (OR=3,89, IC95%, 1,62-9,36, a escolaridade materna inferior a sete anos de estudos (OR=3,06, IC95%, 1,62-5,76, a gravidade da doença (OR=2,32, IC95%, 1,36-3,96, o número de consultas a serviços de urgência igual ou superior a duas vezes por mês (OR=2,19, IC95%, 1,24-3,88 e o diagnóstico de encaminhamento de pneumonia de repetição (OR=2,00; IC95%, 1,06-3,80. CONCLUSÃO: Com vistas à redução dos índices de hospitalização, os serviços de saúde devem se organizar para

  5. Fatores de risco para hospitalização de crianças e adolescentes asmáticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Lasmar

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a ocorrência e os fatores de risco associados à hospitalização de um grupo de crianças asmáticas e realizar diagnóstico da assistência à saúde desses pacientes. MÉTODOS: Foram estudados 325 pacientes (crianças e adolescentes asmáticos, registrados em um ambulatório de referência, sendo que 202 já haviam sido hospitalizados. O diagnóstico da assistência prestada foi feito por meio de formulário que abordou características gerais das hospitalizações e fatores biológicos, demográficos, socioeconômicos e os relacionados à asma. Análises univariada e multivariada foram empregadas para verificar a associação entre variáveis independentes e a ocorrência de hospitalização. RESULTADOS: Dos pacientes estudados, 62,2% já haviam sido hospitalizados durante sua moléstia, 64,9% iniciaram crises, e 60,9% se internaram no primeiro ano de vida. A maioria (76,0% apresentava formas clínicas moderadas e graves. Apesar disto, 94,2% não estavam em uso de drogas profiláticas, recebendo assistência apenas durante o episódio agudo. Nenhum dos pacientes se encontrava vinculado à atenção primária para controle periódico da doença e profilaxia com corticosteróides inalados. Os familiares (97,8% não dispunham de conhecimentos básicos necessários ao manejo da asma. Os principais fatores de risco para hospitalização foram: a idade de início dos sintomas antes de 12 meses de idade (OR=3,20, IC95%, 1,55-6,61 ou entre 12 e 24 meses (OR=3,89, IC95%, 1,62-9,36, a escolaridade materna inferior a sete anos de estudos (OR=3,06, IC95%, 1,62-5,76, a gravidade da doença (OR=2,32, IC95%, 1,36-3,96, o número de consultas a serviços de urgência igual ou superior a duas vezes por mês (OR=2,19, IC95%, 1,24-3,88 e o diagnóstico de encaminhamento de pneumonia de repetição (OR=2,00; IC95%, 1,06-3,80. CONCLUSÃO: Com vistas à redução dos índices de hospitalização, os serviços de saúde devem se organizar para

  6. Fatores de risco para meningite bacteriana no recém-nascido Risk factors for bacterial meningitis in the newborn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Lúcia Jornada Krebs

    2004-09-01

    Full Text Available O objetivo do estudo é descrever os fatores de risco para meningite bacteriana em recém-nascidos e analisar a prevalência destes fatores, considerando-se a presença ou não de baixo peso ao nascimento. Foram analisados 50 recém-nascidos com meningite bacteriana, excluindo-se aqueles com meningomielocele ou infecção congênita. Na análise estatística utilizou-se o teste exato de Fisher, considerando-se significantes os valores de p The aim of this study is to describe the risk factors for bacterial meningitis in newborns, and to analyze the prevalence of these factors, considering or not the low birth weight presence. Fifty newborns with bacterial meningitis were analyzed, excluding the ones with meningomyelocele or congenital infection. In the statistical analysis, the Fisher's exact test was used, considering significant the p < 0.05 values. This study has shown that prematurity, low birth weight and presence of previous infectious diseases in the newborn or in the mother were important risk factors for meningitis. Among low birth weight newborns, invasive procedures, especially tracheal intubation, use of central venous catheter and previous use of antibiotics, were significantly associated to the meningitis occurrence. These results indicate that the improvement in the prenatal care and in the hospital infection control are measures of high importance in the decrease of the incidence of neonatal bacterial meningitis.

  7. Risk factors for hidradenitis suppurativa: a pilot study Fatores de risco para hidradenite supurativa: um estudo piloto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliano Vilaverde Schmitt

    2012-12-01

    Full Text Available The hidradenitis suppurativa is a chronic debilitating inflammatory disease whose etiology is not fully understood. We conducted a pilot case-control study matched by sex and age with other dermatological patients to analyze possible risk factors associated with this disease. We included 15 cases and 45 controls, 67% were women. Bivariate and multivariate logistic regression analysis identified significant association with smoking, higher body mass index and family history. The use of hormonal contraceptives was less frequent in women with hidradenitis.A hidradenite supurativa é uma doença inflamatória crônica debilitante de etiologia parcialmente compreendida. Realizamos um estudo piloto tipo caso-controle pareado por sexo e idade com outros pacientes dermatológicos para analisar prováveis fatores de risco associados a esta doença. Incluímos 15 casos e 45 controles, sendo 67% mulheres. Análise bivariada e multivariada por regressão logística identificou associação significativa com tabagismo, índice de massa corporal mais elevado e história familiar. O uso de contraceptivos hormonais foi menos frequente nas portadoras de hidradenite.

  8. Prevalência e fatores de risco para tabagismo em adolescentes Prevalence and risk factors for smoking among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maura C Malcon

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O tabagismo é uma das principais causas de enfermidades evitáveis e incapacidades prematuras. Nesse sentido, realizou-se estudo com o objetivo de medir a prevalência e estudar fatores de risco associados ao tabagismo nos adolescentes. MÉTODOS: A partir de um delineamento transversal de base populacional, estudou-se uma amostra representativa de 1.187 adolescentes de 10 a 19 anos, da zona urbana de Pelotas, sul do Brasil. Todos os adolescentes da amostra, de cada domicílio, foram entrevistados por meio de questionário pré-codificado, individual e confidencial. Utilizou-se o teste de Kaplan-Meier para análise da curva de sobrevida. RESULTADOS: A prevalência de tabagismo na amostra foi de 12,1% (IC95% 10,3%-14%. As prevalências foram similares para os sexos femininos e masculinos. Os fatores de risco para tabagismo na análise multivariada, por regressão logística, foram: maior idade, odds ratio (OR de 28,7 (11,5-71,4, irmãos mais velhos fumantes, OR de 2,4 (1,5-3,8, três ou mais amigos fumantes, OR de 17,5 (8,8-34,8 e baixa escolaridade OR de 3,5 (1,5-8,0. CONCLUSÕES: A prevalência de tabagismo na adolescência mostrou-se alta, na cidade de Pelotas. Campanhas antitabágicas devem ser direcionadas à comunidade e à família tendo o adolescente como alvo. Medidas legais adotadas pelo governo são importantes para impedir o acesso dos adolescentes ao cigarro.OBJECTIVE: Tobacco smoking is one of the main causes of preventable disease and premature disability. Th estudy was aimed at measuring smoking prevalence and related risk factors among adolescents. METHODS: A population-based cross-sectional study was carried out in a representative sample of 1,187 adolescents aged 10 to 19 years living in the urban area of Pelotas, southern Brazil. All adolescents were interviewed separately using a confidential coded questionnaire. Kaplan-Meier test was performed for survival curve analysis. RESULTS: The overall smoking prevalence

  9. CHECK!NG: A última fronteira para a Redução de Riscos em contextos festivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Martins

    2015-06-01

    Full Text Available No contexto atual de proliferação de novas substâncias psicoativas (NSP e de adulteração de substâncias psicoativas que circulam no mercado negro o Drug Checking é aqui encarado como uma estratégia major de redução de riscos e minimização de danos (RRMD. É um serviço que se tem vindo a afirmar como uma necessidade em termos de saúde pública, através da monitorização informal de mercados informais de substâncias psicoativas e emitindo alertas sempre que se identificam substâncias potencialmente tóxicas. É também uma boa prática na mediação da comunicação entre o técnico de RRMD e o utilizador de substâncias psicoativas, fornecendo informação objetiva sobre a substância que o utilizador disponibilizou para análise e produzindo e disseminando informação sobre os padrões de adulteração locais. Através da apresentação de práticas e resultados referentes à intervenção do projeto CHECK!NG, pretende-se neste artigo levantar pistas para uma reflexão sobre a pertinência e as particularidades de um serviço de Drug Checking em contexto festivos.

  10. FATORES DE RISCO PARA CÂNCER DE COLO UTERINO EM MULHERES COM HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    DANIELE MARY SILVA DE BRITO

    2010-01-01

    Full Text Available El objetivo fue identificar los estudios que señalasen factores de riesgo para el desarrollo de cáncer de cuello uterino en mujeres con VIH/SIDA. Estudio documental sacado de artículos publicados entre 1997 y 2008. Para ello se usaron periódicos indexados de las dos bases de datos MEDLINE y LILACS, donde se recopilaron 50 artículos, 20 en MEDLINE y 30 en LILACS. Los trabajos fueron categorizados en factores de riesgo atribuidos 1 Determinante social que abarcó factores tales como redu- cida condición social y económica; tabaquismo; higiene; desnutrición; estigma; déficit de acompañamiento cervical y déficit de conocimiento; 2 Exposición sexual abarcó coitara precoz, múltiplos compañeros; contraceptivos orales y enfermedades sexualmente transmisibles; 3 Condiciones clínicas abarcaron cómputo de células TCD4+ y uso de los antirretrovirales. Los resultados sugieren que la intensificación de la asistencia a la salud de la mujer en la detección de cáncer cervical es necesa- ria, identificándose los factores de riesgo, para el uso de intervenciones en la prevención, diagnóstico y tratamiento de cáncer cervical en las mujeres suero positivas.

  11. Risk factors for atopic eczema in school children Fatores de risco para eczema atópico em escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo F. Wandalsen

    2005-03-01

    %: 2,4 a 7,1 e paterna de eczema (OR: 2,6; IC95%: 1,4 a 5,0, presença de pó no dormitório (OR: 1,6; IC95%: 1,1 a 2,4, menor escolaridade materna (OR: 1,7; IC95%: 1,1 a 2,7, relato de sibilos no último ano (OR: 1,9; IC95%: 1,2 a 2,8 e de rinite alguma vez (OR: 1,7; IC95%: 1,1 a 2,9. CONCLUSÕES: a análise dos dados sugeriu haver um padrão específico de herança genética para o EA. A presença de pó no quarto foi o único fator de risco ambiental encontrado. Sintomas e diagnóstico de outras doenças atópicas associaram-se fortemente às manifestações de EA.

  12. Prevalência dos fatores de risco para doença cardiovascular em funcionários do Centro de Pesquisas da Petrobras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matos Maria de Fátima Duarte

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência de fatores de risco para doença cardiovascular em funcionários do Centro de Pesquisas da Petrobras. MÉTODOS: Em estudo descritivo transversal, foram avaliados clínica e laboratorialmente, de março de 2000 e fevereiro de 2001, empregados do Centro de Pesquisas da Petrobras, tendo sido excluídos os que não compareceram à realização do exame médico periódico anual de 2000. Calculados o percentual da ocorrência dos fatores de risco e a média e o desvio padrão das variáveis bioquímicas, da pressão arterial e do índice de massa corpórea. RESULTADOS: De um total de 1.191 empregados, foram estudados 970, sendo 75,4% homens e 24,6% mulheres, com idade média de 42,2 anos. A prevalência de fatores de risco foi o sedentarismo (67,3%, o colesterol > 200 mg/dl (56,6%, o sobrepeso (42%, a obesidade (17%, a hipertensão arterial (18,2%, o tabagismo (12,4% e o diabetes mellitus (2,5%. CONCLUSÃO: A elevada prevalência de fatores de risco para doença cardiovascular, em indivíduos jovens, alerta para a necessidade de adoção de programas de promoção de saúde e prevenção de doenças no ambiente de trabalho.

  13. Ícones para mapas de riscos: uma proposta construída com os trabalhadores Icons for occupational risk maps: a proposal developed with workers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Facchini

    1997-09-01

    Full Text Available Em estudo realizado na indústria da alimentação de Pelotas, utilizou-se a metodologia do Modelo Operário para elaborar mapas de riscos. Inicialmente, representaram-se os grupos de riscos por meio de figuras geométricas, com graduação de tamanho para caracterizar a intensidade. Notou-se que estas tinham pouco significado para o trabalhador. Além disso, com a agregação de riscos com diferentes impactos sobre a saúde, perdia-se o detalhamento da exposição. Como alternativa, desenvolveu-se uma iconografia, partindo da visão do trabalhador. A investigação foi qualitativa e realizou-se em três etapas com sessenta trabalhadores, que sugeriram e selecionaram os ícones mais adequados. A seguir, utilizando-se processo serigráfico, estes foram digitalizados e impressos em adesivos para que o próprio trabalhador pudesse colá-los no mapa de riscos. Cada risco é representado por um ícone e a intensidade de exposição é expressa pela sua cor. Este artigo apresenta estes ícones e o processo desenvolvido para a sua elaboração.The methodology known as the workers' model was used to design risk maps in a study performed in the food-processing industry in Pelotas, in the State of Rio Grande do Sul in southern Brazil. The various types of occupational risks were initially represented by geometric figures, with a size gradient to represent intensity. Joint investigation of these icons showed that they had little meaning for the workers. In addition, risks from a same group (physical, chemical, etc. but with different impact on health were grouped, thus missing the specificities of exposure. As an alternative, and starting from workers' own risk perceptions, a set of risk icons was developed. The study was done in three steps involving sixty workers, who proposed and selected the most suitable symbols, which were subsequently printed on stickers using silk-screen so that the workers could glue them on the risk maps. Each risk is represented

  14. Fatores de risco para absenteísmo com licença médica em trabalhadores da indústria de petróleo

    OpenAIRE

    Nágila Soares Xavier Oenning; Fernando Martins Carvalho; Veronica Maria Cadena Lima

    2014-01-01

    OBJETIVO : Identificar fatores de risco para o absenteísmo com licença médica em trabalhadores de empresa de petróleo. MÉTODOS : Estudo caso-controle (120 casos e 656 controles) aninhado a um estudo de coorte retrospectivo com todos os trabalhadores de uma empresa de petróleo na Região Norte-Nordeste do Brasil entre 2007 e 2009. A variável resposta utilizada para representar o absenteísmo com licença médica foi a incidência mé...

  15. Influenza pandêmica A (H1N1) 2009: fatores de risco para o internamento Pandemic influenza A (H1N1) 2009: risk factors for hospitalization

    OpenAIRE

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar os aspectos da influenza pandêmica A (H1N1) 2009 em pacientes hospitalizados a fim de identificar os fatores de risco para o internamento e, consequentemente, para o agravamento da doença. MÉTODOS: Estudo observacional e retrospectivo realizado entre março e dezembro de 2010. Os dados foram coletados a partir do Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde. Foram incluídos somente os pacientes hospitalizados e não hospitalizados com confirmação laborator...

  16. Índices de risco sistêmico para o setor bancário Systemic risk indicators for the banking sector

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucio Rodrigues Capelletto

    2008-08-01

    Full Text Available Os vultosos custos econômicos e sociais resultantes de crises financeiras têm conduzido os esforços de organismos internacionais e autoridades de supervisão para pesquisas sobre o risco sistêmico. O objetivo tem sido buscar características comuns que possam prever a proximidade das crises. Na mesma linha, este estudo visou desenvolver índices de risco sistêmico (IRS, formados por variáveis contábeis e de riscos, capazes de mensurar o nível de risco sistêmico no setor bancário. A regressão logística revelou a existência de indicadores com significância estatística na segregação dos sistemas bancários pelo nível de risco, especialmente aqueles relacionados com a qualidade dos créditos, os resultados e a taxa de juros. Os indicadores identificados como mais relevantes são: a volatilidade da inadimplência, da rentabilidade e da taxa de juros, e a média da rentabilidade e do risco de crédito. Além disso, a comparação da evolução dos indicadore com as crises ocorridas demonstrou a eficácia dos IRS na mensuração do risco nas crises bancárias sistêmicas.The significant economic and social costs caused by financial crises have conducted the efforts of international institutions and supervisory authorities towards research about systemic risk. The main goal has been to identify common characteristics able to foresee the proximity of crises. Likewise, this study aimed to develop systemic risk indicators (IRS, comprising accounting and economic variables, able to measure the systemic risk level of the banking sector. The indicators were submitted to logistic regression analysis and the result revealed indicators able to discriminate banking systems according to the risk level with statistical significance. The most relevant indicators are related to the volatility of non-performing loans, profitability and interest rate, as well as mean profitability and credit risk. In addition, the comparison between the indicators

  17. FATORES DE RISCO PARA QUEDAS EM PACIENTES HOSPITALIZADOS COM CARDIOPATIA ISQUÊMICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nila Larisse Silva de Albuquerque

    2013-01-01

    Full Text Available El propósito del estudio fue identificar la presencia de diagnósticos de enfermería Riesgo de Caídas en personas con cardiopatía isquémica en hospital de Fortaleza, Ceará, Brasil. Estudio descriptivo y cuantitativo, cuyos datos fueron recogidos de julio/2010 a febrero/2011, a través de entrevistas, examen físico y consulta con registros médicos. Fueron investigados el perfil sociodemográfico y clínico del paciente y check-list con factores de riesgo del diagnóstico de enfermería. De los 86 investigados, 56,5% eran del sexo masculino, con media de 63,95(± 12,6 años de edad. Los participantes poseían más de dos factores de riesgo para caídas, 46,5% presentaban entre seis y nueve factores concurrentes. Entre los factores de riesgo, se destacaron: uso de antihipertensivos (98,8%, dificultad visual (66,3% e insomnio (54,3%. En este contexto, enfermeros deben planear la atención para prevención de caídas, especialmente en pacientes con cardiopatía isquémica en entorno hospitalario.

  18. Aptidão agrícola de terras com estimativa de risco climático para a cultura do milho utilizando geoprocessamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. J. S. Godoy

    2002-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi determinar a aptidão agrícola das terras para cultura do milho em sistema de produção tecnificado, a partir de dados extraídos de levantamento de solos em escala 1:50.000 e da estimativa do risco climático, usando um sistema de informações geográficas. A área de estudo foi a bacia hidrográfica do rio Jardim, no Distrito Federal. Utilizou-se um modelo de balanço hídrico para simular o risco climático para a cultura do milho (Zea mays L., considerando nove datas de plantio. Foram definidos valores quantitativos para cada um das propriedades condicionadoras da produtividade do milho em áreas de cerrado e, por meio de algoritmos de lógica booleana estabelecidos com base em critérios definidos em tabelas-guia previamente elaboradas, foram realizados cruzamentos consecutivos que permitiram a elaboração de mapas de aptidão agrícola das terras para a cultura do milho, com cinco classes, que evidenciaram a variação temporal da aptidão. Constatou-se que 66,5 % da área total não apresentou limitações físicas, 96% das terras foram restritas em fertilidade e o período de menor risco climático foi de 11 a 20/10.

  19. Fatores de risco para hipoglicemia em pacientes que usam infusão contínua de insulina endovenosa na unidade de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Teixeira Paixão

    2014-12-01

    Full Text Available Trata-se de revisão descritiva dos fatores de risco para hipoglicemia em pacientes com infusão contínua de insulina na terapia intensiva. Buscaram-se publicações entre 2006 e 2012, em livros e artigos de bases indexadas em bibliotecas virtuais. Selecionadas oito publicações ordenadas em categorias que tratavam da hipoglicemia, terapia nutricional e protocolos glicêmicos associados à insulinoterapia venosa. Conclui-se que há fatores de risco comuns à equipe multiprofissional e  o conhecimento desses fatores permitirá a segurança dos pacientes na utilização dessa terapêutica. 

  20. Fatores de risco para o acidente vascular encefálico - doi: 10.5102/ucs.v3i1.551

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Leite Melo e Silva

    2008-04-01

    Full Text Available O acidente vascular encefálico é uma patologia que ocorre no território vascular do encéfalo. Pode ser classificado como isquêmico ou hemorrágico. Após um acidente vascular encefálico, a pessoa pode apresentar tipos de incapacidades, tanto físicas quanto emocionais. São muitos os fatores de risco que podem levar ao acidente vascular encefálico, como: a hipertensão arterial, a obesidade, o sedentarismo, a diabetes mellitus e o tabagismo. Assim, é importante que haja a prevenção dos fatores de risco, além do conhecimento de cada um deles, para o melhor tratamento do paciente.

  1. Fatores de risco para nascimento de crianças pequenas para idade gestacional Risk factors for small-for-gestational age births among infants in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Krusser Zambonato

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar os fatores de risco para o nascimento de crianças pequenas para a idade gestacional. MÉTODOS: Nos meses de outubro a dezembro de 1996, cinco maternidades de Pelotas, RS, foram visitadas diariamente para entrevistar puérperas. O peso ao nascer foi obtido do registro dos berçários. A idade gestacional foi calculada a partir da data da última menstruação. Considerou-se como pequena para a idade gestacional (PIG aquelas crianças cujo peso ao nascer, de acordo com o sexo e a idade gestacional, estava abaixo do percentil 10 da população de referência de Williams. O teste qui-quadrado foi usado nas análises bivariadas e a regressão logística, não-condicional, na análise multivariada. RESULTADOS: Foram estudadas 1.082 puérperas e a prevalência de nascimento PIG foi de 13,1%. Mesmo após controle para possíveis fatores de confusão, as crianças cuja renda familiar era ³10 salários-mínimos. Um pré-natal de baixa qualidade também aumentou a chance de PIG (OR: 3,28 IC95% 1,09-9,91. Baixa estatura materna e exposição ao tabaco também estiveram associados com nascimentos PIG. CONCLUSÕES: O baixo nível socioeconômico, tabagismo materno, estatura materna e pré-natal de baixa qualidade foram os principais fatores de risco para PIG.OBJECTIVE: To assess the risk factors for small-for-gestational-age (SGA births. METHODS: All live births occurring in the city of Pelotas, Brazil, between October and December 1993 were identified and mothers interviewed soon after delivery. Birthweight was recorded by the maternity staff. Gestational age was obtained from the mothers' ´recall of their date of last menstrual period. SGA was defined as a birthweight below the 10th percentile for gestational age and sex, according to the reference developed by Williams. Chi-square test and logistic regression were used in the crude and multivariate analysis, respectively. RESULTS: In all, 1082 births were identified. The prevalence

  2. Comportamentos de risco para transtornos do comportamento alimentar e fatores associados entre estudantes de nutrição do município do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lucia Magalhães Bosi

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar práticas alimentares e fatores de risco associados a transtornos do comportamento alimentar entre estudantes de nutrição do município do Rio de Janeiro. MÉTODOS: Estudo seccional junto a um segmento populacional apontado na literatura como de risco para o surgimento de transtornos alimentares. Utilizaram-se o Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo (BITE, o Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26 e uma variável que considera os dois instrumentos associados (Nunes et al., 2001. RESULTADOS: Analisaram-se 193 estudantes do sexo feminino, com média de idade de 20,9 anos ± 2 anos. Detectou-se resultado positivo em 14% (intervalo de confiança [IC] 95%: 9,4%-20% no EAT-26. No BITE, para sintomas elevados e gravidade intensa, foram encontradas prevalências de 5,7% (IC 95%: 2,9%-10% e 3,2% (IC 95%: 1,2%-6,9%, respectivamente. Quando combinados EAT-26 positivo e BITE com gravidade intensa e sintomas elevados, constataram-se correlações positivas com prevalências de 64,7% (p < 0,001 e 36,4% (p < 0,001, respectivamente. Das mulheres que apresentaram EAT-26 positivo, 88,5% encontram-se na faixa de normalidade do índice de massa corporal (IMC (p < 0,031. CONCLUSÕES: Deve-se atentar para comportamentos de risco para transtornos alimentares no grupo, uma vez que esses distúrbios serão objeto de sua prática profissional, podendo comprometê-la nos casos em que nutricionistas sejam portadores de síndromes instaladas ou comportamentos precursores.

  3. Fatores de risco para doenças cardiovasculares em profissionais de enfermagem: estratégias de promoção da saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Jorge Magalhães

    2014-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou identificar os fatores de risco modificáveis e não modificáveis para doenças cardiovasculares presentes nos profissionais de enfermagem, e descrever estratégias de promoção da saúde para o controle e prevenção desses fatores. Estudo documental, quantitativo, realizado com 165 prontuários de profissionais de enfermagem de hospital público de Fortaleza-CE. A análise se deu por estatística descritiva com dados expostos em quadros e tabelas. Nos resultados perceberam-se fatores de risco como antecedentes familiares com hipertensão arterial (72,9%, sedentários (64,9%, peso elevado (56,4%, circunferência abdominal elevada (49,7%, dentre outros. Para estratégias de promoção da saúde podem-se citar: orientações educativas, encaminhamentos e acompanhamento dos dados clínicos. Acredita-se na necessidade de atenção especial para tais profissionais, já que vivenciam uma profissão estressante, enfrentando problemas como insatisfação profissional, falta de reconhecimento financeiro e algumas doenças ocupacionais, o que pode prejudicar a qualidade de vida e dificultar o autocuidado.

  4. InsCor: um método simples e acurado para avaliação do risco em cirurgia cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Omar A. V. Mejía

    2013-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Escores de risco apresentam dificuldades para obter o mesmo desempenho em diferentes populações. OBJETIVO: Criar um modelo simples e acurado para avaliação do risco nos pacientes operados de doença coronariana e/ou valvar no Instituto do Coração da Universidade de São Paulo (InCor-HCFMUSP. MÉTODOS: Entre 2007 e 2009, 3.000 pacientes foram operados consecutivamente de doença coronariana e/ou valvar no InCor-HCFMUSP. Desse registro, dados de 2/3 dos pacientes foram utilizados para desenvolvimento do modelo (técnica de bootstrap e de 1/3 para validação interna do modelo. O desempenho do modelo (InsCor foi comparado aos complexos 2000 Bernstein-Parsonnet (2000BP e EuroSCORE (ES. RESULTADOS: Apenas 10 variáveis foram selecionadas: Idade > 70 anos; sexo feminino; cirurgia de revascularização coronariana + valva; infarto de miocárdio < 90 dias; reoperação; tratamento cirúrgico da valva aórtica; tratamento cirúrgico da valva tricúspide; creatinina < 2mg/dL; fração de ejeção < 30%; e eventos. O teste de Hosmer Lemeshow para o InsCor foi de 0,184, indicando uma excelente calibração. A área abaixo da curva ROC foi de 0,79 para o InsCor, 0,81 para o ES e 0,82 para o 2000BP, confirmando que os modelos são bons e similares na discriminação. CONCLUSÕES: O InsCor e o ES tiveram melhor desempenho que o 2000BP em todas as fases da validação; pórem o novo modelo, além de se identificar com os fatores de risco locais, é mais simples e objetivo para a predição de mortalidade nos pacientes operados de doença coronariana e/ou valvar no InCor-HCFMUSP.

  5. Risk factors for perinatal mortality in an urban area of Southern Brazil, 1993 Fatores de risco para mortalidade perinatal em Pelotas, RS, 1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana M. B. Menezes

    1998-06-01

    Full Text Available INTRODUCTION: Although there was a considerable reduction in infant mortality in Pelotas, Rio Grande do Sul in the last decade, its perinatal causes were reduced only by 28%. The associated factors of these causes were analised. MATERIAL AND METHOD: All hospital births and perinatal deaths were assessed by daily visits to all the maternity hospitals in the city, throughout 1993 and including the first week of 1994. RESULTS: The perinatal mortality rate was 22.1 per thousand births. The multivariate analysis showed the following risk factors: low socioeconomic level, male sex and maternal age above 35 years . Among multigravidae women, the fetal mortality rate was significantly increased for mothers with a previously low birthweight and a previous stillbirth. For early neonatal mortality the risk was significantly increased by a smaller number of antenatal visits than 5 and low birthweight. CONCLUSIONS: Main risk factors for perinatal mortality: low socioeconomic level, maternal age above 35 years and male sex. For early neonatal mortality the risk was significantly increased by a smaller number of antenatal visits than 5 and low birthweight.INTRODUÇÃO: Apesar de importante redução da mortalidade infantil em Pelotas, RS, na última década, as causas perinatais foram reduzidas em apenas 28%. Analisou-se os principais fatores associados a essas causas. MATERIAL E MÉTODO: Todos os nascimentos hospitalares e óbitos perinatais, em Pelotas, foram acompanhados através de visitas diárias aos hospitais, durante 1993 até a primeira semana de 1994. RESULTADOS: O coeficiente de mortalidade perinatal foi 22,1/1.000 nascimentos. A análise multivariada apontou os seguintes fatores de risco: baixo nível socioeconômico, sexo masculino e idade materna acima de 35 anos. Nas multíparas, encontrou-se maior risco para a mortalidade fetal naquelas que relatavam baixo peso prévio e natimorto prévio. A mortalidade neonatal precoce esteve associada com n

  6. Concordância entre enfermeiros quanto ao risco dos pacientes para úlcera por pressão Agreement between nurses regarding patients' risk for developing pressure ulcer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Maria Fonseca Simão

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a concordância entre enfermeiros quanto à avaliação e classificação de risco dos pacientes para desenvolvimento da Úlcera por Pressão. MÉTODOS: Estudo descritivo exploratório realizado com 22 enfermeiros assistenciais em quatro Unidades de Terapia Intensiva de hospital universitário brasileiro. Utilizou-se a escala de Braden para avaliação e classificação do risco dos pacientes para Úlcera por Pressão. Para avaliação da concordância, considerou-se o escore obtido pela pesquisadora, enfermeira especialista, como parâmetro ouro para comparação com os escores pontuados pelos enfermeiros assistenciais. RESULTADOS: Verificou-se concordância geral entre os enfermeiros somente na avaliação das subescalas Percepção Sensorial, Mobilidade, Fricção e Cisalhamento. Quanto à classificação em níveis de risco, houve concordância apenas em duas Unidades. CONCLUSÃO: Foram encontradas divergências de concordância entre os enfermeiros assistenciais e diferença na classificação dos pacientes em níveis de risco.OBJECTIVES: To evaluate the agreement between nurses regarding classification and assessment of patients' risk for developing pressure ulcer. Methods: A descriptive exploratory study conducted with 22 nurses in four intensive care units of Brazilian university hospitals. The Braden Scale was used for assessment and classification of the patients' risk for developing pressure ulcer. To assess agreement, we considered the score obtained by the researcher, nurse specialist, as gold standard parameter for comparison with scores punctuated by assisting nurses. RESULTS: There was general agreement among nurses only in the assessment of the subscales Sensory Perception, Mobility, Friction & Shear. For classification into risk levels, there was agreement in only two units. CONCLUSION: There were differences of agreement between assisting nurses and difference in classification of patients into risk levels.

  7. Fatores de risco para prematuridade: pesquisa documental Factores de riesgo para prematuridade: documento de búsqueda Risk factors for prematurity: document search

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Ângela de Camargo Ramos

    2009-06-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar o perfil de mães e de prematuros nascidos vivos e caracterizar os recém-nascidos prematuros em situação de risco para o crescimento e desenvolvimento. Estudo epidemiológico de corte transversal realizado em Guarapuava, PR. Os dados foram obtidos a partir do sistema de informações sobre nascidos vivos (SINASC com base nas declarações de nascidos vivos. A análise estatística foi realizada em uma amostra composta por 106 declarações de nascidos vivos prematuros, de janeiro a junho de 2005, e suas respectivas mães. As variáveis utilizadas foram: características sociodemográficas, condições da gestação e parto e características dos prematuros nascidos vivos. Concluiu-se que conhecer e avaliar o perfil das mães e o número e a situação dos nascimentos de crianças de uma área, em um período de tempo, é importante na determinação dos riscos vitais relacionados a condições do nascimento, crescimento e desenvolvimento infantil, sendo esses aspectos componentes de vários indicadores de saúde e fundamentais para a assistência na área materno-infantil.El objetivo fue identificar el perfil de las madres y los nacimientos prematuros y caracterizar los recién nacidos prematuros en riesgo para el crecimiento y el desarrollo. Un estudio epidemiológico transversal realizado en Guarapuava PR. Los datos se obtuvieron a través del sistema de información sobre nacidos vivos (SINASC, basado en las declaraciones de los nacidos vivos. El análisis estadístico se realizó sobre una muestra compuesta por 106 nacidos vivos prematuro, declaraciones de enero a junio de 2005, y sus madres. Las variables utilizadas fueron: características sociodemográficas, condiciones del embarazo y parto y características de los prematuros nacidos vivos. Se concluyo que conocer y estudiar el perfil de las madres, el número y condiciones del nacimiento de niños de una área, en periodo de tiempo son importantes en la

  8. Classificação de risco em pediatria: construção e validação de um guia para enfermeiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joelna Eline Gomes Lacerda Freitas Veras

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:construir e validar um guia abreviado do protocolo de Acolhimento com Classificação de Risco em pediatria.Método:estudo metodológico, desenvolvido em duas etapas: elaboração do guia e validação aparente e de conteúdo. A elaboração baseou-se na estratificação do conteúdo do protocolo em cinco indicadores de risco, conforme a complexidade, sendo submetido à validação por nove juízes divididos em dois grupos: docentes-pesquisadores e enfermeiros.Resultados:na validação aparente, os juízes consideraram os 25 itens do guia claros e compreensíveis com concordância acima de 70%. Na validação de conteúdo, 17 (68% itens foram considerados relevantes por 88,9% dos juízes. Os oito itens considerados irrelevantes foram alterados conforme sugestões dos juízes, alcançando-se o Índice de Validade de Conteúdo global de 0,98.Conclusão:o estudo resultou num guia de classificação de risco pediátrico válido para avaliar a criança nos serviços de emergência.

  9. Disfagia en ancianos que viven en residencias geriátricas de Barcelona Dysphagia in the elderly living in nursing homes Barcelona

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.ª José Torres Camacho

    2011-03-01

    Full Text Available El 15% de las personas mayores de 65 años sufre disfagia y la prevalencia en residencias geriátricas (RG se estima en un 40%. Objetivos: conocer la prevalencia de ancianos con disfagia en RG de Barcelona y describir el estado funcional (físico y psíquico, edad, sexo, patologías, fármacos que inciden en la posible aparición de la disfagia y valorar las medidas dietéticas adoptadas por las RG para el manejo de la disfagia. Métodos: se han estudiado 1.777 residentes de 66 RG valorados por la Unidad de Atención Domiciliaria Geriátrica (UADG hasta septiembre de 2008. El estudio se realiza mediante un cuestionario elaborado por la UADG asesorado por Nestlé Nutrition. Resultados: el perfil de las personas con disfagia es de mujeres mayores de 85 años con dependencia física importante y deterioro cognitivo severo. La mitad presenta algún tipo de demencia. La prevalencia de disfagia es del 5,40%. La disfagia a líquidos es del 88,52%. La utilización de espesantes comerciales es reducida. La prevalencia de disfagias a texturas mixtas es del 76,03%. La dieta triturada se da en el 79,16%. Utiliza dieta adecuada el 87,5%. La disfagia sólo consta en la historia clínica en el 13,54%. Conclusiones: la disfagia debe quedar reflejada en la historia clínica. El personal de las RG necesita formación para reconocer los signos de alerta indicativos de disfagia. Las medidas dietéticas son fundamentales.15% of people over 65 suffer dysphagia and prevalence in geriatric residences (GR is estimated at 40%. Objectives: to determine the prevalence of dysphagia in elderly in GR at Barcelona and to describe the functional status (physical and mental, age, sex, diseases, drugs that affect the possible occurrence of dysphagia and to assess dietary measures taken by the GR to management of dysphagia. Methods: we studied 1.777 residents of 66 GR, assessed by the Geriatric Home Care Unit (UADG until September 2008. The study was conducted by questionnarie

  10. Fatores de risco para leptospirose, relacionados à atividade laboral em agricultores de arroz em uma cidade do nordeste do Brasil, 2008.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Pereira Vasconcelos de Oliveira

    2014-09-01

    Full Text Available Em 07/2008 o município de Várzea Alegre/CE notificou 350 casos suspeitos de leptospirose em agricultores de arroz e uma investigação foi realizada para identificar os fatores de risco. Um estudo de caso controle (1:2 de base populacional foi conduzido de janeiro a julho de 2008. O caso foi o individuo que apresentou titulo de anticorpos para leptospirose maior ou igual a 1:100 pelo método da soroaglutinação microscópica e o controle foi o individuo saudável que não apresentou títulos de anticorpos para leptospirose selecionado aleatoriamente. Entre os 85 casos identificados, 73(86% eram do sexo masculino; a mediana de idade foi de 19 anos (10-74 e mais de 60% dos casos referiram febre, mialgia, cefaleia e calafrios. No primeiro modelo teórico, ser do sexo masculino (OR:4;IC95%:2.3-9.4 e trabalhar na lavoura de arroz (OR:2.9;IC95%:2.1-6.8 foram associados a doença. No segundo modelo, usar roupas curtas (OR:5.3;IC95%:1.6-17.5 e mais de 8 horas trabalhados na lavoura (OR:3.9;IC95%:1.1-14.6 foram associados. Os principais fatores de risco identificados foram relacionados à atividade ocupacional e ao não uso de roupas de proteção individual e exposição prolongada ao ambiente de trabalho. Recomendamos o fortalecimento das políticas de saúde do trabalhador rural, aprimoramento do acesso desses agricultores às informações sobre os riscos e incentivá-los ao uso de equipamentos de proteção individual nas atividades de campo.

  11. Fatores de risco que contribuem para o envenenamento pediátrico Risk factors contributing to childhood poisoning

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Luiza Job Ramos

    2010-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar se a falta de conhecimento dos agentes tóxicos nos domicílios é fator de risco de evento tóxico individual acidental na infância. MÉTODOS: Grupo caso (n = 25 é composto por cuidadores de crianças com menos de 60 meses, do município de Porto Alegre (RS, que sofreram evento tóxico acidental oral, atendidas em dois hospitais de referência e com registro no Centro de Informação Toxicológica. O controle (n = 25 é formado por cuidadores de crianças pareadas por sexo, idade e presença nos domicílios de agente tóxico igual ao do caso, que buscaram atendimento médico emergencial nos mesmos hospitais, mas por outras causas. Foi aplicado um questionário próprio, estruturado, verificando-se as questões: sociodemográficas, história clínica, antecedentes comportamentais dos cuidadores, armazenamento dos agentes tóxicos, história pregressa de acidente toxicológico. RESULTADOS: A idade média das crianças foi de 31,8 meses (±0,97 e a estatura média, de 93 cm (±11. As famílias, nos dois grupos, apresentaram conhecimento da ação tóxica de agentes existentes nos domicílios, contudo, cuidadores do grupo-controle apresentaram duas vezes mais chances de possuir conhecimento em comparação ao grupo caso. Distração apresentou 15 vezes mais chances de ocorrer por parte de cuidadores de crianças que sofreram evento tóxico em comparação ao grupo-controle. A altura do agente tóxico estar abaixo de 150 cm apresentou aproximadamente 17 vezes mais chances de ocorrer no grupo de crianças que sofreram evento tóxico em comparação às crianças do grupo-controle. CONCLUSÕES: Falta de conhecimento da ação tóxica de agentes existentes nos domicílios não é um fator de risco para evento tóxico na infância. Os riscos atribuíveis descritos neste estudo indicaram que a eliminação de outros fatores, como distração ou armazenamento abaixo de 150 cm de altura, acarretariam a prevenção de 13 e 19% de

  12. Revisao de 15 casos submetidos a oclusao temporaria bilateral de arteria iliaca interna em pacientes com alto risco para hemorragia obstetrica

    OpenAIRE

    Mariana Krutman; Francisco Leonardo Galastri; Breno Boueri Affonso; Felipe Nasser; Fabiellen Berzoini Travassos; Marcos de Lourenco Messina; Nelson Wolosker

    2013-01-01

    OBJETIVO: Analisar os resultados de 15 pacientes com elevado risco de sangramento obstétrico, submetidas ao implante de catéteres balão profilático para oclusão temporária das artérias hipogástricas. MÉTODOS: Uma análise retrospectiva foi realizada com base em prontuários de 15 pacientes submetidas ao implante de catéteres balão profilático, de janeiro/2008 a dezembro/2011. Todas as pacientes incluídas no estudo f...

  13. Transtornos mentais como fatores de risco para o desenvolvimento de abuso/dependência de cocaína: estudo caso-controle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lopes Claudia S

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o papel dos transtornos mentais e da dependência ao álcool como possíveis fatores de risco para o abuso/dependência de cocaína. MÉTODOS: Utilizou-se o desenho caso-controle e a técnica de bola-de-neve (snowball technique para selecionar uma amostra de usuários de cocaína não tratados na comunidade (casos e parear casos e controles por sexo, idade e amizade. A coleta de dados foi feita através da utilização do questionário CIDI (Composite International Diagnostic Interview que gera diagnósticos de acordo com os critérios do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders-III-R. A análise dos dados foi feita através de regressão logística condicional. RESULTADOS: O estudo incluiu 208 indivíduos. Os principais resultados mostraram que história passada de dependência ao álcool era o principal fator associado a um aumento no risco de desenvolvimento de abuso de cocaína (OR=15,1; IC 95% 3,8-60,2; nenhum outro transtorno mental isolado manteve-se significativamente associado ao aumento deste risco após a análise multivariada. Aumento no risco de abuso de cocaína também foi encontrado entre os indivíduos que relataram pensamentos suicidas (OR=3,1; IC 95% 0,91-10,8, sugerindo associação entre quadros mais graves de depressão e abuso de cocaína. CONCLUSÕES: Esses achados sugerem que os programas voltados para a prevenção e tratamento do abuso de cocaína devem estar preparados para o manejo de questões relacionadas à co-morbidade do abuso de drogas com o álcool e outros distúrbios psiquiátricos.

  14. Estrutura para Detecção do Risco de Fraude nas Demonstrações Contábeis: Mapeando o Ambiente Fraudulento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Dal-Ri Murcia

    2007-01-01

    Full Text Available Visando apresentar uma contribuição para um tema, todavia incipiente na literatura acadêmica nacional, este trabalho objetivou construir uma estrutura de red flags para detecção do risco de fraude nas demonstrações contábeis. Para isso, foram analisadas as seguintes fontes de dados: periódicos acadêmicos, dissertações de mestrado, teses de doutorado, livros e pronunciamento de órgãos reguladores. Com base nessa análise, 6 trabalhos foram selecionados: American Institute of Certified Public Accountants (2002, Conselho Federal de Contabilidade (1999, Albrecht e Romney (1986, Eining, Jones e Loebbecke, (1997, Bell e Carcacello (2000 e Wells (2005. Juntos, esses trabalhos apresentavam um total de 266 red flags. Assim, optouse por selecionar apenas os red flags que houvessem sido citados em ao menos 2 dos 6 trabalhos relacionados. Finalmente, os 45 red flags selecionados foram classificados em 6 clusters: estrutura e ambiente, setor/indústria, gestores, situação econômico-financeira, relatórios contábeis e auditoria. De uma maneira geral, a elaboração desta estrutura permitiu identificar os fatores de risco existentes em ambientes fraudulentos.

  15. Imagem corporal e comportamentos de risco para transtornos alimentares em bailarinos profissionais Body image and risk behavior for eating disorders in professional ballet dancers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lena Guimarães Ribeiro

    2010-04-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO E OBJETIVO: A grande preocupação com a aparência e a forma física e a constante pressão para manterem baixo peso corporal são fatores que levam a distorções da imagem corporal e tornam os bailarinos um grupo de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares (TA. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção da imagem corporal e sua associação com comportamentos de risco para TA em bailarinos profissionais. MÉTODOS: Foram estudados 61 bailarinos (39 mulheres e 22 homens de uma instituição representante da elite do balé clássico brasileiro. A avaliação dos comportamentos de risco para TA foi feita com base nas versões em português dos questionários Eating Attitudes Test (EAT-26 e Bulimic Investigatory Test Edinburgh (BITE. A Escala de Silhuetas de Stunkard foi utilizada para avaliação da percepção da imagem corporal. A associação entre as variáveis foi avaliada com base na razão de prevalência (RP e seus respectivos intervalos de confiança (IC de 95%. RESULTADOS: Trinta e um bailarinos (50,8% gostariam de ter a silhueta menor que a autopercebida como usual. A presença de comportamentos de risco para TA foi 2,71 vezes maior (IC 95% = 1,02 - 7,18 entre os que desejavam ter silhueta menor que a usual e 2,64 vezes maior (IC 95% = 1,20 - 5,80 entre aqueles que desejavam ter silhueta menor que a considerada mais saudável, quando comparados com os que estavam satisfeitos com a sua silhueta. CONCLUSÃO: A alta frequência de insatisfação com o corpo encontrada pode estar colaborando para ocorrência de comportamentos de risco para TA nos bailarinos investigados.INTRODUCTION AND OBJECTIVE: Great concern with physical appearance and fitness as well as constant pressure in maintaining low body weight make ballet dancers a risk group for the development of eating disorders (ED. The objective of the present study was to evaluate the body image perception and its association with risk behavior for ED

  16. Placenta Prévia: Fatores de risco para o Acretismo Placenta Previa: Risk Factors for Accretion

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Regina Torloni

    2001-08-01

    Full Text Available Objetivo: investigação dos fatores de risco associados ao acretismo em pacientes com placenta prévia (PP. Métodos: foi realizada uma análise retrospectiva caso-controle de todos os prontuários de pacientes com diagnóstico de PP que tiveram seus partos na Maternidade Escola Vila Nova Cachoeirinha (São Paulo entre 1986 e 1998. O grupo com acretismo foi comparado ao grupo sem acretismo quanto à idade, paridade, antecedentes de abortamentos, curetagens e cesarianas, o tipo de PP e a área predominante de inserção placentária. Para avaliar a associação entre a variável dependente (acretismo placentário e as variáveis independentes (características maternas e placentária foram utilizados o teste do chi², análise univariada e multivariada, considerando-se significantes os valores de p Purpose: to investigate risk factors associated with accretion in placenta previa (PP patients. Methods: this was a retrospective case-control study of all the records of patients who delivered between 1986-1998 at Maternidade Escola de Vila Nova Cachoeirinha (São Paulo with a diagnosis of placenta previa. The groups with and without accretion were compared regarding age, parity, previous history of miscarriage, curettage and cesarean section, type of PP and predominant area of placental attachment. Possible associations between the dependent (accretion and independent (maternal and placental characteristics variables were evaluated using the chi² test, univariate and multivariate analyses. Results: reviewing 245 cases of PP, two risk factors were significantly associated with accretion: central placenta previa (odds ratio (OR: 2.93 and two or more previous cesarean sections(OR: 2.54. Based on these data, a predictive model was constructed, according to which a patient with central PP and two more previous cesarean sections has a 44.4% risk for accretion. Conclusions: results of the current study may help obstetricians in the classification of their

  17. Uso do paradigma de risco para a esquistossomose em áreas endêmicas no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coura-Filho Pedro

    1994-01-01

    Full Text Available Neste estudo são confrontados os resultados do uso do paradigma de risco na infecção pelo Schistosoma mansoni em áreas endêmicas no Brasil. Foi observada associação da infecção pelo S. mansoni com algumas condições gerais: ausência de água potável intradomiciliar, baixa renda individual, analfabetismo e residência atual ou anterior em área endêmica por mais de cinco anos. Além dessas condições ocorreu associação com alguns hábitos (fatores de risco exercer atividades agrícolas e domésticas em águas a céu aberto, nadar e pescar. A análise das condições gerais que podem estar determinando os fatores de risco, apontou o fornecimento de água potável intradomiciliar e o acesso ao tratamento como medidas abrangentes que muitas vezes podem ser adotadas, visando à prevenção e/ou controle da morbidade da endemia. É questionada a eficácia do uso do paradigma de risco na indicação de medidas de controle dessa endemia.

  18. Riscos ocupacionais para o câncer de laringe: um estudo caso-controle Occupational risks for laryngeal cancer: a case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Guerra Sartor

    2007-06-01

    Full Text Available O tabagismo e o consumo de álcool são os fatores de risco mais bem estabelecidos para o câncer de laringe. Com relação aos fatores ocupacionais, o único carcinógeno estabelecido é a exposição a névoas de ácidos inorgânicos fortes. Entretanto, asbesto, pesticidas, tintas, gases de combustão de gasolina e diesel e poeiras, entre outros, aparecem na literatura como agentes ocupacionais que aumentam o risco de câncer de laringe. Um estudo caso-controle de base hospitalar foi conduzido para investigar fatores de risco ocupacionais para câncer de laringe. Foram coletadas informações detalhadas sobre tabagismo, consumo de álcool e história ocupacional de 122 casos de câncer de laringe e 187 controles pareados por freqüência (segundo sexo e idade. Encontrou-se risco aumentado de câncer de laringe nos indivíduos com exposição à sílica cristalina livre respirável (OR = 1,83; IC95%: 1,00-3,36, à fuligem (de carvão mineral, coque, madeira, óleo combustível (OR = 1,78; IC95%: 1,03-3,03, a fumos em geral (OR = 2,55; IC95%: 1,14-5,67 e a animais vivos (OR = 1,80; IC95%: 1,02-3,19.The most solidly established risk factors for laryngeal cancer are tobacco and alcohol. As for occupational factors, the only established carcinogen is exposure to strong inorganic acid mists. However, asbestos, pesticides, paints, gasoline, diesel engine emissions, dusts, and other factors have been reported in the literature as occupational agents that increase the risk of laryngeal cancer. A hospital-based case-control study was conducted to investigate occupational risk factors for laryngeal cancer. Detailed data on smoking, alcohol consumption, and occupational history were collected for 122 laryngeal cancers and 187 controls matched by frequency (according to sex and age. Laryngeal cancer was associated with exposure to respirable free crystalline silica (OR = 1.83; 95%CI: 1.00-3.36, soot (from coal, coke, fuel oil, or wood (odds ratio - OR = 1

  19. Establishing the risk of neonatal mortality using a fuzzy predictive model Modelo preditivo fuzzy para estabelecer o risco de morte neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Fernando C. Nascimento

    2009-09-01

    Full Text Available The objective of this study was to develop a fuzzy model to estimate the possibility of neonatal mortality. A computing model was built, based on the fuzziness of the following variables: newborn birth weight, gestational age at delivery, Apgar score, and previous report of stillbirth. The inference used was Mamdani's method and the output was the risk of neonatal death given as a percentage. 24 rules were created according to the inputs. The validation model used a real data file with records from a Brazilian city. The receiver operating characteristic (ROC curve was used to estimate the accuracy of the model, while average risks were compared using the Student t test. MATLAB 6.5 software was used to build the model. The average risks were smaller in survivor newborn (p O objetivo do artigo foi avaliar o uso da lógica fuzzy para estimar possibilidade de óbito neonatal. Desenvolveu-se um modelo computacional com base na teoria dos conjuntos fuzzy, tendo como variáveis peso ao nascer, idade gestacional, escore de Apgar e relato de natimorto. Empregou-se o método de inferência de Mamdani, e a variável de saída foi o risco de morte neonatal. Criaram-se 24 regras de acordo com as variáveis de entrada, e a validação do modelo utilizou um banco de dados real de uma cidade brasileira. A acurácia foi estimada pela curva ROC; os riscos foram comparados pelo teste t de Student. O programa MATLAB 6.5 foi usado para construir o modelo. Os riscos médios foram menores para os que sobreviveram (p < 0,001. A acurácia do modelo foi 0,90. A maior acurácia foi com possibilidade de risco igual ou menor que 25% (sensibilidade = 0,70, especificidade = 0,98, valor preditivo negativo = 0,99 e valor preditivo positivo = 0,22. O modelo mostrou acurácia e valor preditivo negativo bons, podendo ser utilizado em hospitais gerais.

  20. Fatores de risco para mortalidade na lesão renal aguda Risk factors for mortality in acute kidney injury

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edwa Maria Bucuvic

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho tem como objetivo avaliar a evolução de pacientes com lesão renal aguda (LRA por Necrose Tubular Aguda internados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP. MÉTODOS: Trata-se de estudo de coorte retrospectivo, no qual foram avaliados 477 pacientes maiores de 18 anos, no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2008. LRA foi definida de acordo com os valores de creatinina sérica, conforme proposto pelo Acute Kidney Injury Network (AKIN. RESULTADOS: A média de idade da população estudada foi de 65,5 ± 16,2 anos, com predomínio de homens (62% e com idade > 60 anos (65,2%. Diabetes mellitus ocorreu em 61,9%, hipertensão arterial em 44,4% e doença renal crônica em 21,9%. A mortalidade foi de 66%. Após análise multivariada, foram variáveis associadas ao óbito a necessidade de diálise, internação em UTI, idade > 60 anos e menor tempo de acompanhamento nefrológico. A recuperação renal entre os sobreviventes foi de 96,9%. CONCLUSÃO: Este trabalho mostra que a evolução dos pacientes com LRA provenientes de enfermarias clínica e cirúrgica é semelhante à literatura. Porém, a alta mortalidade do grupo mostra a necessidade da identificação de fatores de risco para o desenvolvimento de LRA nesses pacientes e capacitação da equipe assistente para o diagnóstico precoce dessa síndrome.OBJECTIVE: This study aims to evaluate the outcome of AKI patients caused by acute tubular necrosis admitted in clinical and surgical units of Botucatu Medical School University Hospital - UNESP. METHODS: This is a retrospective cohort study with 477 adult patients were observed from January 2001 to December 2008. AKI was defined according to serum creatinine levels as proposed by Acute Kidney Injury Network (AKIN. RESULTS: The mean age was 65.5 ± 162 years. The majority of the patients were males (62% older than 60 years (65.2%. Diabetes mellitus was diagnosed in 61.9%, high blood pressure

  1. Desenvolvimento de espessante alimentar com valor nutricional agregado, destinado ao manejo da disfagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Henrique Pagno

    2014-04-01

    Full Text Available A disfagia se caracteriza por uma disfunção no processo de deglutição, sinal prevalente de doenças degenerativas como esclerose múltipla e doença de Parkinson. Alimentos de textura modificada e bebidas espessadas são tradicionalmente utilizados no auxílio para o tratamento clínico da disfagia. Assim, este trabalho objetivou desenvolver uma formulação de espessante alimentar com valor nutricional agregado, e avaliar sua eficiência em diferentes alimentos líquidos (leite integral, sucos de maçã, uva e laranja, sob diferentes condições de tempo de preparo (10 e 120 minutos e 24 horas e temperatura ambiente (25°C e refrigerada (10°C. A formulação foi composta de concentrado proteico de soro, mix de vitaminas e minerais e goma guar como agente espessante. Os valores obtidos para a viscosidade mostraram diferença estatisticamente significativa (P<0,05 entre os tempos de espessamento, sendo que as viscosidades no tempo de 10 minutos e após 24 horas variaram, respectivamente, 58±3cP a 180±2cP na consistência de néctar; de 310±4Cp a 1084±3cP na consistência de mel e 844±14 a 2848±22cP na consistência de pudim. No entanto, a maioria das bebidas permaneceu dentro dos padrões internacionais sugeridos pela National Dysphagia Diet (NDD, para a consistência de alimentos destinados a pacientes disfágicos.

  2. Efeitos da sondagem nasogástrica em pacientes com acidente cerebrovascular e disfagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tahissa Frota Cavalcante

    2014-10-01

    Full Text Available O estudo teve por objetivo analisar os efeitos da sondagem gástrica em pacientes com acidente vascular cerebral e disfagia. Revisão sistemática da literatura, realizada em seis bases de dados, com os descritores stroke e intubation, gastrointestinal. Foram encontrados 120 estudos e selecionados três ensaios clínicos. Os resultados apontaram diferentes desfechos, entre os quais: aumento do nível sérico de albumina (gastrostomia, prognóstico ruim e risco de morte (gastrostomia, aumento das falhas no tratamento devido a bloqueio, deslocamento e reinserção da sonda nasogástrica, e aumento da incidência de hemorragia gastrointestinal (sonda nasogástrica. A partir dos resultados obtidos nesta revisão sistemática, ressaltam-se as seguintes evidências: a sondagem nasogástrica deve ser adotada precocemente como um método de alimentação enteral; as falhas do tratamento são mais comuns naqueles que utilizam a sonda nasogástrica como método de alimentação; os resultados relacionados à melhora do estado funcional dos pacientes foram semelhantes, independente do método de terapia nutricional empregado.

  3. Violência doméstica e risco para problemas de saúde mental em crianças e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Amaral Hildebrand

    2015-06-01

    Full Text Available A literatura demonstra que sofrer violência doméstica na infância e juventude é um risco para o desenvolvimento das psicopatologias. Este estudo utilizou o Strenghts and Difficulties Questionnarie (SDQ e encontrou prevalência de 65,5% de possibilidades de problemas de saúde mental em crianças e adolescentes (4-16 anos, vítimas de violência doméstica, acompanhados em Serviços de Referência, todos residentes em um município brasileiro. O resultado encontrado foi considerado elevado, se comparado à população geral. A violência doméstica foi observada como fator de risco para problemas de saúde mental nas crianças e adolescentes estudados, agravada pelo uso preocupante de bebida alcoólica pelo responsável, ou este estar fora do processo produtivo. Não foram encontrados fatores de proteção efetivos, principalmente em relação à rede de proteção. Esses resultados sinalizam a necessidade de implementação de mecanismos que avaliem a efetividade de programas específicos nas áreas de saúde mental e violência doméstica.

  4. Revisao de 15 casos submetidos a oclusao temporaria bilateral de arteria iliaca interna em pacientes com alto risco para hemorragia obstetrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Krutman

    2013-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os resultados de 15 pacientes com elevado risco de sangramento obstétrico, submetidas ao implante de catéteres balão profilático para oclusão temporária das artérias hipogástricas. MÉTODOS: Uma análise retrospectiva foi realizada com base em prontuários de 15 pacientes submetidas ao implante de catéteres balão profilático, de janeiro/2008 a dezembro/2011. Todas as pacientes incluídas no estudo foram diagnosticadas no período antenatal com doença placentária associada a alto risco de hemorragia obstétrica. RESULTADOS: A média de idade das pacientes estudadas foi de 36 anos (32-42 anos. Nove pacientes eram portadoras de acretismo placentário, quatro possuíam placenta prévia, uma estava com gestação ectópica e uma apresentava miomatose uterina e coagulopatia associada a Lupus Eritematosos Sistêmico. O volume total de contraste utilizado para o procedimento variou entre 20 e 160 ml (média de 84 ml. A média do número total de dias de internação e o número de dias de internação após o procedimento foram, respectivamente, 12,4 e 4,9 dias. Em oito (53% casos, não houve necessidade de transfusão sanguínea no intraoperatório ou após a cirurgia. A média do número de unidades de sangue transfundida foi 2,06. A única complicação associada ao procedimento foi a trombose arterial de artéria ilíaca externa, observada em dois casos. CONCLUSÃO: A oclusão temporária de artérias hipogástricas é um método seguro e efetivo para controle de hemorragia em pacientes com elevado risco de sangramento obstétrico, quando realizado por equipe experiente. Os resultados deste estudo são observacionais, retrospectivos e não randomizados; portanto, não podemos apoiar o uso rotineiro dessa técnica, mas podemos incluí-la no arsenal de recursos para casos selecionados com potencial para sangramento.

  5. Avaliação neurocognitiva dos estados de risco ultra-alto de psicose usando a bateria MATRICS (Medição e Pesquisa de Tratamento para Melhorar Cognição na Esquizofrenia)

    OpenAIRE

    Daniel Serrani

    2011-01-01

    CONTEXTO: Diversos déficits neuropsicológicos têm sido detectados em indivíduos com risco ultra-alto de desenvolver psicose, mas o melhor instrumento neuropsicológico para detectar esses déficits está ainda para ser determinado. OBJETIVOS: Avaliar o perfil neuropsicológico de indivíduos em risco ultra-alto de psicose (UHRP) usando a bateria MATRICS, em comparação com controles combinados por idade, gênero e quociente de inteligência. MÉTODO: O funcionamento neuropsicológico foi medido em 27 p...

  6. Hiperglicemia gestacional leve como fator de risco para síndrome metabólica na gravidez e morbilidade perinatal

    OpenAIRE

    Negrato, Carlos Antonio

    2006-01-01

    Em 1988, Reaven descreveu a síndrome X, uma junção de diversos fatores de risco para as doenças cardiovasculares, sendo a resistência à insulina o ponto de partida para o estabelecimento de tais fatores. Várias denominações foram dadas a este grupo de comorbidades e hoje ela é conhecida como Síndrome Metabólica. Seu estudo tem sido dificultado pela ausência de consenso na sua definição. Sua prevalência varia de acordo com o critério diagnóstico utilizado e com as características da população ...

  7. Efeitos de um programa interdisciplinar sobre a circunferência da cintura em escolares com alelo de risco para o polimorfismo rs9939609 no gene (FTO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Ziemann

    2016-10-01

    Full Text Available Objetivo: verificar se escolares portadores e não portadores do alelo de risco para obesidade (A, do polimorfismo rs9939609, no gene FTO (fat mass and obesity associated, apresentam resposta diferente a um programa interdisciplinar com exercício físico, com relação à circunferência da cintura. Método: o polimorfismo no gene FTO rs9939609 foi identificado em 46 escolares, com idades entre 6 e 16 anos, de escolas rurais de Santa Cruz do Sul, RS. Avaliou-se a circunferência da cintura (CC e demais características antropométricas. A intervenção teve como base estratégias de exercícios da Educação Física e alimentação saudável, além de cuidados posturais. Resultados: após o programa de intervenção, observou-se redução significativa da CC, no grupo experimental, somente para os escolares com a presença do alelo A (genótipos AT + AA: p=0,023. Considerações finais: o programa interdisciplinar com exercícios físicos foi efetivo para redução da circunferência da cintura apenas nos escolares com a presença do alelo de risco para a obesidade, do polimorfismo rs9939609, no gene FTO. Sugere-se a realização de estudos experimentais que avaliem também outros polimorfismos, com uma amostra maior de sujeitos.

  8. FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CARDIOVASCULAR E AVALIAÇÃO QUALITATIVA DA ALIMENTAÇÃO EM UNIVERSITÁRIOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Romão Nogueira

    2016-03-01

    Full Text Available O consumo de alimentos ricos em carboidratos refinados, colesterol, pobres em fibras alimentares e com elevados teores de gorduras saturadas e trans aumentam o risco de desenvolvimento de DCVs. Por outro lado, a ingestão de carnes magras, frutas, verduras, legumes e alimentos integrais possui efeito protetor contra o processo aterosclerótico; por isso, é importante adequar a qualidade da alimentação para prevenir o risco cardiovascular. Portanto, os objetivos deste trabalho são: avaliar o consumo alimentar dos universitários e avaliar o acúmulo de gordura abdominal. Trata-se de estudo transversal, com universitários do município de São Paulo. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário que abordou dados pessoais, hábitos de vida, dados antropométricos referidos (altura e peso, circunferência de abdômen e Questionário de Frequência Alimentar. Foram avaliados 62 universitários, sendo a maioria do sexo feminino, com idade entre 19 e 41 anos, solteiros, sedentários, não-fumantes e não consumidores de bebidas alcoólicas regularmente. Não possuem doenças crônicas, porém apresentam histórico familiar de HAS e Diabetes Mellitus. A amostra apresentou média de IMC de 22,2kg/m² e circunferência de cintura de 78,6 centímetros para as mulheres e 85,5 centímetros para os homens. Em relação ao consumo alimentar, os universitários apresentaram baixo consumo de leite desnatado, iogurte, peixes, frutos do mar, frutas, carne bovina frita, frango frito ou com pele, manteiga, margarina, refrigerantes, sucos artificiais, sanduíches, pizza e fast-food, bolos, bolachas, chocolates. Os universitários apresentaram poucos fatores de risco para DCVs: sedentarismo, baixo consumo de alimentos protetores e antecedentes familiares de doenças crônicas.

  9. Estresse e demais fatores de risco para hipertensão arterial entre profissionais militares da área de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael da Silva Soares

    2012-05-01

    Full Text Available Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 A hipertensão arterial sistêmica (HAS representa grave problema de saúde pública no Brasil, pela elevada prevalência e pela acentuada parcela de hipertensos não diagnosticada, ou não tratada de forma adequada, ou ainda pelo alto índice de abandono ao tratamento. O estudo objetivou verificar quais os fatores de risco para a HAS que os profissionais militares da área de enfermagem identificam em seu estilo de vida; classificar os níveis pressóricos dos profissionais. A pesquisa desenvolveu-se através do método quantitativo, embasou-se no tipo de pesquisa descritiva. Participaram do estudo 40 profissionais militares da área de enfermagem, sendo 62,5% mulheres e 37,5% homens. Em relação à idade, 80% estavam abaixo de 40 anos e 20% estavam acima desta idade. Quanto à cor da pele, 52,5% consideraram-se de etnia negra e 47,5% brancos. 31 sujeitos apresentavam pelo menos um parente hipertenso. Foram identificados os seguintes fatores de risco para a HAS: uso de contraceptivos hormonais (8%, tabagismo (7%, etilismo (2%, sedentarismo (21%, estresse (25%, consumo excessivo de sal (11%, obesidade (8% e dieta hipercalórica e hiperprotéica (18%.  A classificação da pressão arterial dos sujeitos revelou que 70% demonstraram valores pressóricos considerados normais ou ótimo, 12,5% valores considerados limítrofes e 17,5% comprovaram HAS. Os dados demonstram um estilo de vida perigoso, que além de contribuir para a incidência de HAS pode estar ligado a inúmeras doenças cardiovasculares como, por exemplo, o infarto agudo do miocárdio e o AVE. O estudo denota a necessidade de mudanças no estilo de vida dos profissionais, pois os fatores de risco associados aos níveis pressóricos podem contribuir para o aparecimento de HAS na população estudada.

  10. Efeito dose-resposta de fatores de risco para a doença isquêmica do coração

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Alves de Moraes

    1996-10-01

    Full Text Available Resultados de diversos estudos têm apontado a relevância da hipertensão arterial, do hábito de fumar e da hipercolesterolemia como fatores de risco para a doença isquêmica do coração (DIC. Poucos autores têm investigado a existência de gradiente linear relacionando a quantidade destas exposições com os eventos coronarianos. Com o objetivo de avaliar o efeito de diferentes graus de exposição a estas variáveis sobre a DIC, procedendo-se ao ajustamento para possíveis variáveis de confusão, foi feito estudo planejado sob a forma de desenho tipo caso-controle, tendo a coleta de dados se estendido de março de 1993 a fevereiro de 1994. Foram estudados 833 indivíduos de ambos os sexos, na faixa etária compreendida entre 30 e 69 anos completos, sendo todos residentes no Município de São Paulo, SP (Brasil. Foram comparados 280 casos com 553 controles (285 controles de vizinhança e 268 controles hospitalares. A técnica estatística utilizada para a análise dos dados foi a regressão logística multivariada. Os resultados permitiram identificar gradiente linear para as variáveis duração da hipertensão arterial e para número de cigarros consumidos/dia. As variáveis duração do hábito de fumar e duração da hipercolesterolemia, embora tendo apresentado "odds ratios" significantes para as respectivas categorias de exposição, não apresentaram gradiente linear. Foram discutidos aspectos metodológicos que poderiam exercer influência sobre a tendência dos "odds ratios" nas categorias de exposição das variáveis duração do hábito de fumar e duração da hipercolesterolemia. Conclui-se que os efeitos dose-resposta observados para as variáveis duração da hipertensão arterial e número de cigarros consumidos/dia foram independentes da presença nos modelos de potentes fatores de risco para a doença isquêmica do coração.

  11. Conduta fonoaudiológica em um caso de disfagia neurogênica por distrofia muscular oculofaríngea

    OpenAIRE

    2015-01-01

    Resumo:A Distrofia Muscular Oculofaríngea é uma miopatia hereditária de transmissão autossômica dominante, de início tardio, com sinais clínicos de ptose palpebral e disfagia orofaríngea, essa podendo estar associada à fraqueza muscular proximal. O presente estudo analisa a conduta fonoaudiológica em um caso de distrofia oculofaríngea. O sujeito atendido no ambulatório de Fonoaudiologia, desde março de 2013, com sessões quinzenais, frequência essa modificada para sessões semanais a partir de ...

  12. O risco nas fronteiras entre política, economia e ciência : a controvérsia acerca da política sanitária para alimentos geneticamente modificados

    OpenAIRE

    Motta, Renata Campos

    2008-01-01

    O tema desta pesquisa são as relações de luta entre política, economia e ciência para a definição da política sanitária referente aos riscos dos alimentos geneticamente modificados. Parte-se da discussão teórica encontrada na sociologia do risco e na sociologia da ciência, para definir o risco como problema de fronteiras entre os campos político, científico e econômico, bem como fonte de disputas entre países. Esta problemática é ilustrada no caso dos alimentos geneticamente modificados. Como...

  13. Comportamento de risco para a saúde de escolares do ensino médio de Barra dos Coqueiros, Sergipe, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jadson de Oliveira Lima

    2010-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi analisar a prevalência de comportamentos de risco para a saúde em escolares do ensino médio das redes pública e privada do município de Barra dos Coqueiros, Ilha de Santa Luzia, que recentemente foi ligada a Aracaju, capital do Estado de Sergipe, Brasil. As informações foram coletadas mediante questionário auto-administrado. Dos escolares analisados, 89,2% referiram ser sedentários; 32,6% já haviam experimentado cigarro; 41,9% consomem freqüentemente bebida alcoólica; e 9,1% já usaram algum tipo de droga ilícita. Estes resultados reforçam a necessidade de novos estudos de base populacional, de forma a permitir melhor compreensão das relações entre os comportamentos de risco e o ambiente social dos jovens.

  14. Fatores de risco ambientais para o câncer gástrico: a visão do toxicologista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gomes-Carneiro Maria Regina

    1997-01-01

    Full Text Available A carcinogênese é um processo altamente complexo do qual participam fatores de risco herdados e fatores de risco ambientais, tais como a alimentação, o hábito de fumar, a ocupação, e a exposição a radiação e a agentes químicos. A toxicologia experimental identifica as substâncias químicas potencialmente carcinogênicas e torna possível medidas regulatórias que objetivam reduzir a exposição humana a elas. A carcinogênese pode ser vista como consistindo de três seqüências distintas: a iniciação, a promoção e a progressão. A conversão neoplásica (iniciação ocorre quando um evento genético (mutações, rearranjos cromossômicos, inserções ou deleções de genes e amplificação de genes resulta em ativação de oncogenes e/ou em falta de expressão - ou inativação de produtos - de genes supressores de tumores. A promoção envolve a expansão clonal das células "iniciadas" e exige a proliferação celular. Estratégias efetivas para reduzir os riscos de câncer gástrico e os riscos de neoplasias de outras localizações devem incluir o controle de carcinógenos conhecidos, assim como a quimioprevenção, por meio de intervenções racionais no processo carcinogênico. Neste sentido, o desafio a ser enfrentado pelo toxicologista envolve o desenvolvimento de ensaios preditivos melhores e mais baratos e a elucidação dos mecanismos subjacentes à carcinogênese química.

  15. Limites e alternativas para a implementação de um programa para dependentes químicos em risco para infecção pelo HIV utilizando o conceito de Rede Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pechansky Flavio

    2001-01-01

    Full Text Available Os autores descrevem as etapas de execução de um programa de ações preventivas para usuários de drogas sob risco de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV, utilizando como paradigma de intervenção um modelo de abordagem de redes sociais. São descritos os passos de instalação do projeto dentro de um grande hospital universitário do sul do Brasil, com ênfase nos métodos e técnicas originais desenvolvidos pela equipe de atendimento. As dificuldades de implementação do projeto são discutidas ao longo das seções, buscando identificar os motivos pelos quais o programa obteve êxito apenas parcial. Os autores destacam alguns pontos críticos, tais como a utilização de uma técnica ainda não difundida em nosso meio, a dificuldade de reter em tratamento usuários de drogas injetáveis, a falta de estrutura para atendimentos imediatos, e as dificuldades em motivar equipes e pacientes para o tratamento. Ao final do texto, são feitas sugestões com o objetivo de facilitar o desenvolvimento de novos projetos que busquem utilizar o mesmo modelo conceitual.

  16. Limites e alternativas para a implementação de um programa para dependentes químicos em risco para infecção pelo HIV utilizando o conceito de Rede Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavio Pechansky

    2001-02-01

    Full Text Available Os autores descrevem as etapas de execução de um programa de ações preventivas para usuários de drogas sob risco de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV, utilizando como paradigma de intervenção um modelo de abordagem de redes sociais. São descritos os passos de instalação do projeto dentro de um grande hospital universitário do sul do Brasil, com ênfase nos métodos e técnicas originais desenvolvidos pela equipe de atendimento. As dificuldades de implementação do projeto são discutidas ao longo das seções, buscando identificar os motivos pelos quais o programa obteve êxito apenas parcial. Os autores destacam alguns pontos críticos, tais como a utilização de uma técnica ainda não difundida em nosso meio, a dificuldade de reter em tratamento usuários de drogas injetáveis, a falta de estrutura para atendimentos imediatos, e as dificuldades em motivar equipes e pacientes para o tratamento. Ao final do texto, são feitas sugestões com o objetivo de facilitar o desenvolvimento de novos projetos que busquem utilizar o mesmo modelo conceitual.

  17. Fatores de risco para o prolapso genital em uma população brasileira Risk factors for genital prolapse in a Brazilian population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Moura Rodrigues

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os fatores de risco para o desenvolvimento de prolapso genital na população brasileira. MÉTODOS: estudo caso-controle envolvendo 316 pacientes que foram submetidas a estadiamento de prolapso, utilizando-se o sistema de quantificação de prolapso dos órgãos pélvicos. As pacientes foram divididas em dois grupos. No Grupo Caso, foram incluídas 107 pacientes com prolapso nos estádios III ou IV, e no Controle, 209 mulheres com estádios 0 ou I. As mulheres selecionadas respondiam à anamnese na qual eram questionadas sobre a presença de possíveis fatores de risco para prolapso genital, tais como: idade, idade da menopausa, paridade, tipos de parto (vaginal, cesariana ou fórcipe, ocorrência de macrossomia fetal, história familiar em parentes de primeiro grau de distopia genital, tosse crônica e constipação intestinal. RESULTADOS: as variáveis que se mostraram diferentes entre os grupos foram: idade, índice de massa corpórea, paridade, número de partos vaginais, de cesarianas, de partos fórcipe, peso do recém-nascido e história familiar positiva para prolapso. Raça, idade da menopausa, tosse crônica e constipação intestinal não se mostraram diferentes entre os grupos. Após a regressão logística, somente três variáveis se apresentaram como fatores de risco independentes: presença de pelo menos um parto vaginal, macrossomia fetal e história familiar positiva. A cesariana se mostrou como fator protetor. CONCLUSÕES: na população brasileira, os fatores de risco independentes para prolapso foram a presença de pelo menos um parto normal, macrossomia fetal e história familiar positiva para distopia.PURPOSE: to evaluate risk factors for the development of genital prolapse in the Brazilian population. METHODS: case-control study involving 316 patients submitted to prolapse staging, according to the pelvic organ prolapse quantification system. The patients were divided into two groups: in the Case Group

  18. Relação entre disfagia e tipos clínicos na doença de Parkinson

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Douglas Monteiro

    2014-04-01

    Full Text Available A disfagia é um sintoma comum na doença de Parkinson, porém a causa e o mecanismo permanecem obscuros. Sabe-se que manifestações disfágicas podem provir de sintomas motores característicos da doença de Parkinson. Sendo assim, o estudo tem como objetivo investigar se a literatura indica a relação entre disfagia e os tipos clínicos (sintomas predominantes na doença de Parkinson, e se a Levodopa influencia na deglutição desses pacientes. A busca foi realizada utilizando as bases de dados: portal da Bireme (Medline, Lilacs, Ibecs, Scielo, Biblioteca Cochrane, entre outros bancos desse portal e portal Pubmed. Não houve restrição quanto ao ano de publicação e idioma. Os descritores utilizados foram: Parkinson or Parkinsonism and Deglutition or Swallowing or Swallow and Dysphagia and Levodopa. Foram encontrados 29 artigos, dos quais apenas 2 foram incluídos segundo os critérios de elegibilidade. Porém os artigos selecionados não fazem uma relação clara entre a disfagia e os sintomas clássicos da doença de Parkinson, entretanto demonstram resultados que apontam para uma melhora da deglutição após levodopa em alguns pacientes ou em pacientes com discinesia. São necessários novos estudos que possam esclarecer tal pergunta, contribuindo para norteamento de intervenções terapêuticas mais específicas e eficazes.

  19. Conduta fonoaudiológica em um caso de disfagia neurogênica por distrofia muscular oculofaríngea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karini Cunha

    2015-08-01

    Full Text Available Resumo:A Distrofia Muscular Oculofaríngea é uma miopatia hereditária de transmissão autossômica dominante, de início tardio, com sinais clínicos de ptose palpebral e disfagia orofaríngea, essa podendo estar associada à fraqueza muscular proximal. O presente estudo analisa a conduta fonoaudiológica em um caso de distrofia oculofaríngea. O sujeito atendido no ambulatório de Fonoaudiologia, desde março de 2013, com sessões quinzenais, frequência essa modificada para sessões semanais a partir de julho do mesmo ano. A terapia constituiu-se com os objetivos de: aprimorar a mobilidade das estruturas orofaciais; organizar a coordenação pneumofonoarticulatória; reavaliar frequentemente a disfagia, por meio do registro dos episódios de sinais e sintomas de disfagia na alimentação habitual, assim como, da verificação das consistências da dieta usual com manobra de segurança (queixo no peito; verificar o peso; utilizar o diário de distúrbios da deglutição, e orientar a realização dos exercícios orofaciais em casa. Houve estabilização do quadro clinico e do peso corporal durante o ano de atendimento, com posterior retomada de progressão da doença. O direcionamento clínico sugerido é de uma abordagem interdisciplinar, cuja contribuição da fonoaudiologia é do favorecimento para uma alimentação segura, a facilitação da comunicação oral e melhoria da qualidade de vida.

  20. Prevalência e fatores de risco para brucelose suína em Mossoró-RN

    OpenAIRE

    Leite, Alexandro I. [UNESP; Coelho, Wesley A. C.; Silva,Glaucenyra C.P.; Santos,Renata F.; Mathias,Luis A.; Dutra,Iveraldo S.

    2014-01-01

    A presente pesquisa teve como objetivo determinar a prevalência da brucelose e seus fatores de risco no rebanho suíno de Mossoró/RN. Compreendeu um estudo epidemiológico transversal e de abordagem quantitativa, no qual foram coletadas 412 amostras sanguíneas de suínos provenientes dos principais produtores do município e realizada inspeção das criações com entrevistas aos produtores. Anticorpos anti-Brucella spp. foram detectados pelo teste do antígeno acidificado tamponado (AAT) e confirmado...

  1. Prescrição de terapias baseadas em evidências para pacientes de alto risco cardiovascular: estudo REACT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Otávio Berwanger

    2013-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Dados de atendimento ambulatorial ao paciente de alto risco cardiovascular no Brasil são insuficientes. OBJETIVO: Descrever o perfil e documentar a prática clínica do atendimento ambulatorial de pacientes de alto risco cardiovascular no Brasil, no que diz respeito à prescrição de terapias baseadas em evidências. MÉTODOS: Registro prospectivo que documentou a prática clínica ambulatorial de indivíduos de alto risco cardiovascular, que foi definido como a presença de um dos seguintes fatores: doença arterial coronariana, cerebrovascular e vascular periférica; diabetes; ou aqueles com pelo menos três dos seguintes fatores: hipertensão arterial, tabagismo, dislipidemia, maiores 70 anos, histórico familiar de doença arterial coronariana, nefropatia crônica ou doença carotídea assintomática. Foram avaliadas características basais e a taxa de prescrição das intervenções medicamentosas e não medicamentosas. RESULTADOS: Foram incluídos 2.364 pacientes consecutivos, sendo 52,2% do gênero masculino, idade média de 66,0 anos (± 10,1. Dentre os pacientes incluídos, 78,3% utilizavam antiplaquetários, 77,0% estatinas e, dos pacientes com história de infarto do miocárdio, 58,0% receberam betabloqueadores. O uso concomitante destas três classes foi de 34%. Não atingiram as metas preconizadas pelas diretrizes 50,9% dos hipertensos, 67% dos diabéticos e 25,7% dos dislipidêmicos. Os principais preditores de prescrição de terapias com benefício comprovado foram centro com cardiologista e histórico de doença arterial coronariana. CONCLUSÃO: Este registro nacional e representativo identificou hiatos importantes na incorporação de terapias com benefício comprovado, oferecendo um panorama real dos pacientes de alto risco cardiovascular.

  2. Disfagia orofaríngea na Síndrome de Wallenberg - série de casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego Fernando Dorneles Bilheri

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: caracterizar o quadro de comprometimento da função da deglutição em pacientes com Síndrome de Wallenberg. Métodos: série de casos de sete pacientes, com diagnóstico dessa síndrome, encaminhados para avaliação fonoaudiológica. Para avaliação do grau de disfagia utilizou-se a escala Gugging Swallowing Screen e para avaliar o nível de ingestão oral utilizou-se a Functional Oral Intake Scale. Resultados: a média de idade foi de 60,57 anos; todos os sujeitos apresentaram alteração na função da deglutição de grau grave (71,42% a moderado (28,58%; 85,71% necessitaram de Via Alternativa de Alimentação, sendo que, 71,43% eram alimentados exclusivamente por sonda nasoentérica; todos necessitaram de acompanhamento fonoaudiológico. Conclusão: este estudo concluiu que a disfagia orofaríngea na Síndrome de Wallenberg apresenta-se como um distúrbio de grau grave a moderado, sendo necessária a utilização de Via Alternativa de Alimentação na maioria dos casos.

  3. Fatores de risco para recidiva de peso no pós-operatório tardio de cirurgia bariátrica = Risk factors for weight regain in the late postoperative of bariatric surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bardal, Adriane Granato

    2016-01-01

    Conclusões: Nessa amostra, a baixa assiduidade às consultas nutricionais no pré-operatório, bem como a renda familiar elevada foram fatores de risco para recidiva de peso no pós-operatório tardio de cirurgia bariátrica

  4. Análise do perfil de encaminhamento da atenção primária para pré-natal de alto risco: desafios para o ensino de competências em saúde materno-infantil

    OpenAIRE

    Araújo, Gizeuda Teixeira de

    2015-01-01

    OBJETIVO: descrever perfil das principais causas de encaminhamentos inadequados da atenção primária para o pré-natal de alto risco, como subsídio para o planejamento de ações voltadas para a qualificação do ensino de competências essenciais na área da saúde materna. MÉTODOS: estudo com delineamento transversal, baseado na análise documental de todos os encaminhamentos de gestantes para o serviço de pré-natal de alto risco (PNAR) da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), s...

  5. Fatores de risco para óbitos neonatais no Recife: um estudo caso-controle Risk factors for neonatal death in Recife: a case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sílvia W. Sarinho

    2001-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: a mortalidade neonatal é o componente mais importante da mortalidade infantil na cidade do Recife. Este estudo teve como objetivo determinar os principais fatores de risco para morte neonatal no município do Recife em 1995. MÉTODOS: o desenho do estudo foi do tipo caso-controle. Realizou-se a validação dos bancos de dados do Sistema de Informação em Mortalidade e Sistema de Informação Nascido Vivo, para mães residentes no Recife, no ano de 1995. Obteve-se, após técnica do linkage entre os dois bancos de dados, amostra com 456 casos e 2.280 controles. Como medida de risco utilizou-se Odds Ratio, com intervalo de confiança de 95% e para a diferença de proporção, o teste qui quadrado. Utilizou-se na análise multivariada a técnica da regressão logística. RESULTADOS: verificou-se que 358 (79,7% das crianças que evoluíram para óbito foram de baixo peso ao nascer, com risco de morte 46 vezes superior (IC=33,8-59,0 P 2.500g. Por ordem decrescente de valores da medida de associação de morte neonatal com as variáveis estudadas através da análise multivariada, os principais fatores de risco foram peso ao nascer OBJECTIVE: Neonatal mortality is the main cause of infant mortality in the city of Recife. The objective of the present study was to determine the major risk factors for neonatal death in Recife in 1995. METHODS: This is a case control study. Information was obtained from the mortality and live birth databases after validation of the data set, between January and December 1995. A sample of 456 cases and 2,280 controls was obtained after using the linkage technique between the two data sets. The difference in proportion was analyzed by the chi square test. The odds ratio was calculated as a risk measure, with a 95% confidence interval. The logistic regression technique was used to adjust potential confounding factors. RESULTS: 212 deaths (46.6% occurred in the first 24 hours of life. We found that 358 (79.7% of

  6. Conceito de risco para câncer de mama em pesquisas de enfermagem Concepto de riesgo para cáncer de mama en investigaciones de enfermería Concept of risk for breast cancer in nursing research

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Paula Sousa da Silva

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o conceito de risco em pesquisas sobre câncer de mama na área da Enfermagem. MÉTODOS: O estudo seguiu a metodologia de análise conceitual proposta por Walker e Avant. e foi desenvolvido por meio de consulta às bases de dados SCOPUS e CINAHL. A seleção foi realizada pelos critérios de inclusão e exclusão, constituindo uma amostra de 12 artigos. RESULTADOS: Foram identificados os principais usos do conceito de risco, atributos definidores, antecedentes e consequentes do conceito. CONCLUSÃO: A avaliação do conceito de risco para câncer de mama possibilitou uma compreensão mais ampla do fenômeno, com destaque para a detecção precoce da doença e a vulnerabilidade de pacientes com risco de desenvolver a neoplasia.OBJETIVO: Analizar el concepto de riesgo en investigaciones sobre cáncer de mama en el área de la Enfermería. MÉTODOS: El estudio siguió la metodología de análisis conceptual propuesta por Walker y Avant, desarrollado por medio de consulta a las bases de datos SCOPUS y CINAHL. La selección fue realizada por los criterios de inclusión y exclusión, constituindo una muestra de 12 artículos. RESULTADOS: Fueron identificados los principales usos del concepto de riesgo, atributos definidores, antecedentes y consecuentes del concepto. CONCLUSIÓN: La evaluación del concepto de riesgo para cáncer de mama posibilitó una comprensión más amplia del fenómeno, especialmente para la detección precoz de la enfermedad y la vulnerabilidad de pacientes con riesgo de desarrollar la neoplasia.OBJECTIVE: To analyze the concept of risk for breast cancer in research in the nursing discipline. METHODS: The study followed the methodology of conceptual analysis proposed by Walker and Avant, and was conducted using the databases SCOPUS and CINAHL. The selection was made using exclusionary and inclusionary criteria, resulting in a sample of 12 articles. RESULTS: We identified the principle uses of the concept of

  7. Crise epiléptica única: análise dos fatores de risco para recorrência First seizure: analysis of risk factors for recurrence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ANNA ELISA SCOTONI

    1999-06-01

    Full Text Available Estudamos crianças acompanhadas em nosso Ambulatório de Epilepsia Infantil que apresentaram primeira crise epiléptica não provocada no período de setembro/1989 a julho/1996. O tempo médio decorrido entre a crise e a inclusão no estudo foi 16 dias. As variáveis: idade, sexo, tipo e etiologia da crise epiléptica, estado de sono, antecedente de convulsão febril (CF, antecedente de crise não provocada nos familiares próximos (AF, eletrencefalograma (EEG e tomografia computadorizada (TC foram avaliadas como fatores de risco para recorrência. Encontramos dois grupos de pacientes, quanto a etiologia das crises: -(a crises idiopáticas (G-CI e (b crises sintomáticas remotas (G-CSR. Este último grupo tinha apenas dois pacientes e foram excluídos. Prosseguimos a análise com os pacientes do G-CI (n=86. Foi observada recorrência em 29 crianças (33%, durante seguimento médio de 2,4 anos. Através de método estatístico, que utilizou o modelo de riscos proporcionados para análise uni e multivariada, observamos que os pacientes com EEG alterado e aqueles com AF positivo tiveram maior risco de recidiva (p We studied chidren who presented with a first seizure and came to the outpatient clinic for childhood from September/1989 to July/1996. The following risk factors were assessed: age, sex, type and etiology of the seizure, sleep state at time of seizure, family history of seizures, electroencephalogram (EEG and computerized tomography (CT. Our purpose was to assess the risk factors in univariable and multivariable analisys. We found two groups of patients according to the etiology: (a idiopathic cases (IC and (b syntomatic cases (SC. This last group had only two patients and was excluded from the analisys. We studied only the IC group with 86 patients. Seizure recurrence was observed 29 children (33%, during 2.4 years. Only patients with abnormal EEG and family history for unprovoked seizures had a higher risk of recurrence (p <0

  8. Intervenção Coronariana Percutânea prévia como fator de risco para Revascularização Miocárdica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Ferreira Lisboa

    2012-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A Intervenção Coronariana Percutânea (ICP vem aumentando na doença arterial coronariana crônica. Consequentemente, cada vez mais pacientes submetidos a Cirurgia de Revascularização Miocárdica (CRM apresentam stent coronariano. OBJETIVO: Avaliar a influência do antecedente de stent coronariano na mortalidade hospitalar após CRM. MÉTODOS: Análise prospectiva com 1.099 pacientes consecutivos submetidos a CRM com circulação extracorpórea, entre maio/2007 e junho/2009. Pacientes sem ICP prévia (n = 938; 85,3% foram comparados com pacientes com ICP prévia (n = 161; 14,6%, utilizando modelos de regressão logística e análise de pareamento de amostras. RESULTADOS: Ambos os grupos apresentavam semelhança em relação aos fatores de risco, exceto pela maior presença de pacientes com angina instável no grupo com ICP prévia (16,1% vs. 9,9%; p = 0,019. A mortalidade hospitalar após CRM foi maior entre os pacientes com ICP prévia (9,3% vs. 5,1%, p = 0,034, e foi semelhante à esperada em relação ao EuroSCORE e ao 2000 Bernstein-Parsonnet score. Na análise com regressão logística multivariada a ICP prévia emergiu como fator de risco independente para mortalidade hospitalar pós-operatória (odds ratio 1,94; IC 95% 1,02-3,68; p = 0,044 tão forte quanto diabetes (odds ratio 1,86; IC 95% 1,07-3,24; p = 0,028. Após o pareamento dos grupos, a mortalidade hospitalar continuou sendo maior entre os pacientes com ICP prévia, com odds ratio 3,46 ; IC 95% 1,10-10,93; p = 0,034. CONCLUSÃO: A ICP prévia em pacientes com doença coronariana multiarterial é fator de risco independente para mortalidade hospitalar após CRM. Tal fato deve ser considerado quando a ICP for indicada como alternativa inicial em pacientes com doença arterial coronariana mais avançada. (Arq Bras Cardiol. 2012; [online].ahead print, PP.0-0

  9. Estimativa do risco para diabetes mellitus tipo 2 em bancários da cidade de Tubarão, estado de Santa Catarina, Brasil = Assessing the risk for type 2 diabetes mellitus in bank employees from the city of Tubarao, Santa Catarina state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bittencourt, Amanda

    2013-01-01

    Conclusões: Os bancários da cidade de Tubarão apresentam risco de desenvolver diabetes mellitus tipo 2 em 10 anos e esse risco tende a aumentar quanto maior o tempo nesta profissão. Medidas preventivas são necessárias para melhora da qualidade de vida desses funcionários, bem como redução do risco de desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 2

  10. Contaminação Ambiental da UTI Pediátrica: Fator de Risco para a ocorrência de infecções oportunistas?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Betina Brixner

    2016-03-01

    Full Text Available Justificativa e Objetivos:As infecções hospitalares em pediatria vêm apresentando índices elevados, devido à susceptibilidade dos recém nascidos em adquirir doenças e ao aparecimento de bactérias resistentes. Estes fatores, somados ao risco da contaminação do ambiente hospitalar por microrganismos de importância epidemiológica, podem ocasionar um processo de contaminação cruzada.O objetivo deste trabalho foi avaliar a contaminação ambiental da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica de um Hospital no Rio Grande do Sul - Brasil. Métodos: Estudo transversal, realizado durante o mês de março de 2011. Foram utilizados 20 swabs estéreis umedecidos com solução fisiológica,friccionados nas superfícies de estetoscópios, monitores, respiradores, incubadoras, mesas e suporte de tomada elétrica. Para identificação dos microrganismos foram utilizados testes bioquímicos. O teste de susceptibilidade aos antimicrobianos foi realizado utilizando o método de Etest para vancomicina e de Kirby Bauer para os demais antibióticos. Resultados: Foram identificados 27 microrganismos: Staphylococcus aureus (51,9%, Streptococcus spp. (18,5%, Staphylococcus spp. (14,8%, Escherichia coli (3,7%, Klebsiella oxytoca (3,7%, Acinetobacter lwoffii (3,7% e Enterococcus spp. (3,7%. Destes, 78,6% dos isolados de S. aureus foram resistentes a oxacilina e,100% dos Staphylococcus spp. foram resistentes ao mesmo antibiótico. Foi encontrado multirresistência para o isolado de A. lowffii. Conclusão:Os microrganismos isolados apresentam riscos tanto para saúde do paciente quanto do profissional de saúde. Intervenções de prevenção e higienização são necessárias, visando reeducação da equipe profissional. Somente através da conscientização de todos os profissionais se conseguirá reduzir a disseminação de microrganismos através de contaminação cruzada.

  11. Fatores de risco e preditores para o aborto induzido: estudo de base populacional Risk factors and predictors of induced abortion: a population-based study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Teresa Anselmo Olinto

    2006-02-01

    Full Text Available O presente trabalho investigou os principais fatores de risco e preditores para o aborto induzido. Foi realizado um estudo transversal de base populacional com uma amostra representativa de 3.002 mulheres de 15 a 49 anos residentes no Sul do Brasil. Para responder as questões de aborto, as mulheres foram alocadas entre duas metodologias: método da urna ou método das questões indiretas. Informações sócio-econômicas, demográficas e reprodutivas foram obtidas por meio de um questionário pré-codificado. Na análise e interpretação dos dados utilizou-se o modelo de regressão logística. Teorema de Bayes foi aplicado para a determinação das probabilidades a posteriori permitindo a transformação dos dados agregados em dados individuais. Abortos induzidos estiveram fortemente relacionados com relatos de perda fetal em todas as idades. Entre as adolescentes, os principais preditores foram: pertencer a famílias de baixa renda, ter baixa escolaridade e alta evasão escolar, além de conhecerem um número maior de métodos contraceptivos. Para as mulheres de 20 a 49 anos de idade não houve diferença sócio-econômica, sendo que, estado civil e características reprodutivas, incluindo conhecimento de métodos contraceptivos, foram os fatores de risco freqüentes para o aborto induzido.This study aimed to identify key risk factors and predictors of induced abortion. A cross-sectional population-based study was conducted with a representative sample of 3,002 women 15 to 49 years of age in southern Brazil, randomly assigned to answer questions on induced abortion using either the ballot-box method or the indirect questioning method. Socioeconomic, demographic, and reproductive data were obtained through a pre-coded questionnaire. Data analysis used epidemiological statistical inferences and Bayes' theorem to calculate a posteriori probability. Induced abortion was strongly associated with fetal loss for all age groups. In adolescents, the

  12. Investigação de genes candidatos para psicoses funcionais: estudo caso-controle com mães e crianças (população de alto risco)

    OpenAIRE

    Renata Krelling

    2007-01-01

    Os estudos de alto risco com descendentes de indivíduos portadores de psicoses fornecem uma oportunidade para estudar possíveis características fenotípicas e genéticas que podem estar envolvidas no desenvolvimento destes transtornos. Até o momento as pesquisas sobre a influência da vulnerabilidade genética e o ambiente sobre o comportamento das crianças de risco são escassos e inconclusivos. Objetivo: Revisão dos principais estudos genético-epidemiolólogicos e dos principais achados dos estud...

  13. Fatores de risco comportamentais acumulados para doenças cardiovasculares no sul do Brasil Factores de riesgo conductuales acumulados en enfermedades cardiovasculares en el sur de Brasil Accumulated behavioral risk factors for cardiovascular diseases in Southern Brazil

    OpenAIRE

    Ludmila Correa Muniz; Bruna Celestino Schneider; Inácio Crochemore Mohnsam da Silva; Alicia Matijasevich; Iná Silva Santos

    2012-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência e identificar fatores associados ao acúmulo de comportamentos de risco para doenças cardiovasculares entre adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 2.732 adultos de ambos os sexos de Pelotas, RS, em 2010. Os fatores de risco comportamentais investigados foram: tabagismo; inatividade física no lazer; consumo habitual de gordura aparente da carne; e consumo diário de embutidos, carne vermelha e leite integral. O desf...

  14. Disfagia aguda de causa oncológica: Manejo terapéutico Acute dysphagia of oncological origin: Therapeutic treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. Arias

    2004-01-01

    Full Text Available La disfagia es uno de los síntomas más frecuentes en los pacientes con tumores de cabeza y cuello, y esófago. Éste puede ser el síntoma inicial o, más frecuentemente, relacionado con el tratamiento oncológico. Se revisan los aspectos fisiopatológicos y terapéuticos más importantes de la disfagia aguda de causa oncológica. La deglución es un proceso complejo en el que intervienen numerosas estructuras músculo-esqueléticas bajo el control neurológico de diversos pares craneales. La compleja coordinación neuromuscular necesaria para una correcta deglución puede verse afectada por numerosas situaciones tanto por efecto de los tumores como de su tratamiento, fundamentalmente la cirugía o la radioterapia. En conclusión, se puede afirmar que para un adecuado tratamiento de la disfagia oncológica, es preciso una correcta evaluación inicial y un tratamiento activo, ya que del control de la disfagia, depende no sólo la calidad de vida del paciente, sino en numerosas ocasiones la posibilidad de continuar el tratamiento y por tanto de mantener las posibilidades de curación.Dysphagia is one of the most frequent syndromes in patients with tumours of the head and neck, and the oesophagus. This can be the initial symptom or, more frequently, related to the oncological treatment. We review the most important therapeutic and physio-pathological aspects of acute dysphagia of oncological origin. Deglutition is a complex process in which numerous muscular-skeletal structures intervene under the neurological control of different cranial nerves. The complex neuro-muscular coordination needed for a correct deglutition can be affected by numerous situations, both from the effect of the tumours and from their treatment, basically surgery or radiotherapy. In conclusion, it can be affirmed that for a suitable treatment of oncological dysphagia, a correct initial evaluation and an active treatment are required, since not only the patient’s quality

  15. Acompanhamento do desenvolvimento da linguagem de lactentes de risco para surdez Follow-up of language development in infants with risk factors for hearing loss

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Maria Zaratini Fernandes

    2011-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o desenvolvimento da linguagem, de acordo com o gênero, idade gestacional e peso ao nascimento, aos quatro, oito e 12 meses, de lactentes que permaneceram em UTI Neonatal e que apresentaram um ou mais indicadores de risco para perda auditiva de aparecimento tardio. MÉTODOS: Estudo longitudinal de lactentes nascidos entre agosto de 2007 e julho de 2008 que, na UTI, apresentaram resultado normal no Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico, e que necessitaram de monitoramento audiológico e de linguagem, por apresentarem indicadores de risco para perda auditiva. Os lactentes foram avaliados no 4º, 8º e 12° meses de vida por meio da Escala de Aquisições Iniciais de Linguagem. RESULTADOS: Compareceram a todas as avaliações 87 lactentes e 60 (69% apresentaram como indicador de risco a permanência na UTI associada à hipertensão pulmonar. Na Escala de Aquisições Iniciais de Linguagem, nove lactentes apresentaram alterações aos quatro meses e 11 lactentes aos oito meses de idade. Aos 12 meses, 18 (20,6% lactentes apresentaram alteração e desses, cinco tiveram atraso nos meses anteriores. Os dados estatísticos demonstraram que resultados alterados aos quatro e oito meses podem predizer dificuldades nas respostas dos lactentes aos 12 meses. Houve o aparecimento de desvios transitórios no desenvolvimento da linguagem oral, normalizados na maioria dos casos. CONCLUSÃO: Deve-se realizar a avaliação de linguagem no primeiro ano de vida a fim de monitorar possíveis atrasos em lactentes com indicador de risco para surdez.PURPOSE: To compare language development, according to gender, gestational age and birth weight, at four, eight and 12 months of life, of infants who remained in the Neonate Intensive Care Unit, who presented at least one risk factor for hearing loss with delayed onset. METHODS: Longitudinal study of infants born between August 2007 and July 2008, who, in the Intensive Care Unit (ICU, showed

  16. Fatores de risco para mortalidade neonatal no município de Serra, Espírito Santo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane de Fátima Almeida Lima

    2012-08-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar os fatores de risco associados à mortalidade neonatal no município de Serra, ES. Realizou-se estudo de coorte não concorrente, utilizando a técnica de Linkage que pareou os 32.275 nascidos vivos com 273 óbitos neonatais ocorridos no período de 2001 a 2005, utilizando-se dados do SINASC e SIM. Após os ajustes na regressão logística, os fatores associados à mortalidade foram: mães sem instrução, idade materna 35 anos, nascer em hospital público, nenhuma consulta de pré-natal, peso ao nascer.

  17. Critérios clínicos utilizados por profissionais para liberação de dieta via oral em pacientes adultos hospitalizados

    OpenAIRE

    Natalli Furmann; Francine Marson Costa

    2015-01-01

    Resumo:OBJETIVO:identificar critérios clínicos utilizados por profissionais para liberação de alimentação via oral em pacientes hospitalizados que apresentam risco para disfagia.MÉTODOS:participaram do estudo 48 profissionais que atuam em dois hospitais gerais de uma cidade do interior do Paraná. Os dados foram coletados por meio da aplicação de um questionário.RESULTADOS:100% dos profissionais consideram o nível de consciência importante para a deglutição, apenas 52,2% vê a importância da pr...

  18. Clinical validation of the nursing diagnosis Risk for Aspiration among patients who experienced a cerebrovascular accident Validación clínica del diagnóstico de enfermería riesgo de aspiración en pacientes con accidente cerebrovascular Validação clínica do diagnóstico de enfermagem "risco de aspiração" em pacientes com acidente cerebrovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tahissa Frota Cavalcante

    2013-02-01

    la aspiración respiratoria. CONCLUSIÓN: los factores de riesgo disminución de la movilidad física y disfagia son buenos predictores para el diagnóstico de enfermería riesgo de aspiración. Este trabajo permitió contribuir a la mejora de la taxonomía NANDA-I y, por lo tanto, el lenguaje de la sistematización de la atención de enfermería.OBJETIVO: o estudo teve por objeto a validação clínica do diagnóstico de enfermagem "risco de aspiração" em pacientes com acidente cerebrovascular. MÉTODO: estudo de coorte prospectivo, desenvolvido com 24 pacientes internados, para o tratamento do acidente cerebrovascular agudo. O instrumento utilizado para a coleta de dados continha os fatores de risco para a aspiração respiratória, validados por análise de conceito e por especialistas. RESULTADOS: os fatores de risco para aspiração respiratória mais presentes nos pacientes foram: disfagia (54,2% e mobilidade corporal diminuída (41,7%. A prevalência do diagnóstico de enfermagem "risco de aspiração" foi de 58,3% e a prevalência em 48 horas (tempo de acompanhamento da aspiração respiratória foi de 37,5%. Os fatores de risco disfagia e mobilidade corporal diminuída apresentaram associação estatisticamente significativa com a aspiração respiratória. CONCLUSÃO: os fatores de risco disfagia e mobilidade corporal diminuída são bons preditores para o diagnóstico de enfermagem "risco de aspiração". Este trabalho possibilitou contribuir para o aperfeiçoamento da Taxonomia da NANDA-I e, por conseguinte, da linguagem da sistematização da assistência de enfermagem.

  19. Número ideal de filhos como fator de risco para laqueadura tubária Ideal number of children as a risk factor for tubal ligation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Eduardo Campos de Carvalho

    2004-12-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é avaliar a associação entre o número ideal de filhos (NIF e a realização da laqueadura. Foi feito um estudo de caso-controle aninhado, com base em uma análise secundária de dados obtidos em um estudo de coorte sobre a saúde reprodutiva de mulheres em Campinas, São Paulo, Brasil, que teve como sujeitos 3.878 mulheres, das quais 1.012 eram laqueadas (casos. A relação entre NIF e o número de nascidos vivos (NV foi dividida em duas categorias (NIF > NV e NIF ¾ NV. Foram calculados os riscos relativos estimados (odds ratio para a realização de laqueadura e seus respectivos intervalos de confiança (IC 95% para a relação NIF/NV, estratificando-se para outras dez variáveis. Todas as variáveis preditoras foram incluídas em um modelo de regressão logística para identificar os fatores independentemente associados à esterilização definitiva. Observou-se que o risco de laqueadura foi maior entre as mulheres com NIF The purpose of this paper was to evaluate the association between ideal number of children (INC and female sterilization. A nested case-control study was performed through a secondary analysis of data from a cohort study on the reproductive health of women in Campinas, São Paulo, Brazil. A total of 3,878 women were included, 1,012 being sterilized (cases. The relationship between INC and number of live births (LB was divided in two categories (INC > LB and INC ¾ LB. The relative risks of performing tubal ligation were calculated (odds ratio with their respective 95% confidence intervals for the relation INC/LB and all control variables. All predictor variables were included in a logistic regression model in order to identify the factors independently associated with female sterilization. The results showed that the risks of tubal ligation were higher among women with INC < LB, higher age, with partners, higher family income, more than two previous pregnancies, more deliveries, fewer abortions

  20. Estudo exploratório do uso de plantas medicinais para o controle de fatores de risco cardiometabólico em mulheres pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Tassotti Gelatti

    2016-08-01

    Full Text Available Este estudo buscou identificar o uso de plantas medicinais para o controle de fatores de risco cardiometabólico, em mulheres pós-menopausa. Trata-se de um estudo transversal, analítico e exploratório e subprojeto de uma pesquisa institucional “Estudo multidimensional de mulheres pós-menopausa do município de Catuípe/RS”. As informações relativas ao uso de plantas foram obtidas em entrevista estruturada e os dados relativos ao índice de massa corporal, circunferência abdominal, pressão arterial, perfil lipídico e glicêmico do banco de dados da referida pesquisa. Foram selecionadas 51 mulheres, 37,2% relataram usar plantas para problemas cardiometabólicos e apresentavam elevado risco cardiovascular. Foram citadas 18 espécies de plantas, três usadas para diabetes mellitus, sendo a Sphagneticola trilobata a mais citada, uma para hipertrigliceridemia, cinco para hipercolesterolemia, entre as quais a Myristica fragrans foi a mais mencionada, uma para hipertensão e três para redução de peso, destacando- se a Camellia sinensis. Para seis das espécies estudadas foi atribuída ação diurética e uma delas tem indicação para problemas cardíacos. Dentre as citadas, seis encontram- se na RDC 10/2010 e três no Formulário de Fitoterápicos da Farmacopéia Brasileira, contudo, apenas a indicação de uma planta confere com o relato das entrevistadas, por outro lado foram encontrados estudos que relacionaram estas plantas com efeitos cardioprotetores. Considerando a importância do manejo adequado destas doenças, torna- se necessário averiguar se as plantas estão sendo utilizadas para a indicação correta. Sugere-se também a implantação de ações educativas visando qualificar o uso de plantas para diminuir o risco cardiometabólico, utilizando as Políticas do SUS como instrumento de trabalho.Palavras-chave: Risco cardiovascular. Climatério. Terapias complementares. Plantas medicinais. ABSTRACTExploratory study of the

  1. Fatores de Risco para Infecção Pós-histerectomia Total Abdominal Risk Factors for Infection after Total Abdominal Hysterectomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melania Maria Ramos de Amorim

    2000-08-01

    Full Text Available Objetivos: determinar os principais fatores associados à ocorrência de infecção do sítio cirúrgico em pacientes submetidas a histerectomia total abdominal (HTA no Instituto Materno ¾ Infantil de Pernambuco (IMIP. Métodos: realizou-se um estudo de corte transversal incluindo todas as pacientes submetidas a histerectomia total abdominal no IMIP no período de janeiro de 1995 a dezembro de 1998, desde que tivessem retornado no 7º e no 30º dia pós-operatório para controle de infecção (n = 414. A freqüência de infecção do sítio cirúrgico (definida pelos critérios do CDC, 1998 foi de 10% (42 casos. Calculou-se o risco de prevalência (RP de infecção do sítio cirúrgico e seu intervalo de confiança (IC a 95% para as seguintes variáveis: idade, obesidade, hipertensão, diabetes, doença maligna, tipo de incisão, tempo cirúrgico e antibioticoprofilaxia. Realizou-se análise de regressão logística múltipla para determinação do risco ajustado de infecção. Resultados: encontrou-se aumento significativo do risco de infecção do sítio cirúrgico para as seguintes variáveis: idade >60 anos (RP = 2,39; IC-95% = 1,15-4,94, obesidade (RP = 3,2; IC-95% = 1,83-5,59, duração da cirurgia >2 horas (RP = 2,36; IC-95% = 1,32-4,21 e associação com diabetes (RP = 6,0; IC-95% = 3,41-10,57. Por outro lado, o risco de infecção esteve significativamente diminuído quando utilizou-se antibiótico profilático (RP = 0,38; IC-95% = 0,21-0,68. Não se encontrou associação estatisticamente significativa de infecção com o tipo de incisão, a indicação da cirurgia por patologia maligna e a presença de hipertensão. Conclusões: os fatores associados a risco aumentado de infecção do sítio cirúrgico pós-HTA no IMIP foram: idade >60 anos, obesidade, diabetes e duração da cirurgia >2 horas. A antibioticoprofilaxia apresentou efeito protetor, com diminuição do risco de infecção.Purpose: to determine the main factors associated

  2. Indicadores antropométricos de obesidade como instrumento de triagem para risco coronariano elevado em adultos na cidade de Salvador - Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pitanga Francisco José Gondim

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar vários indicadores antropométricos de obesidade e identificar dentre eles qual melhor discrimina o risco coronariano elevado (RCE. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, com amostra composta por 968 adultos de 30 a 74 anos de idade, sendo 391 (40,4% do sexo masculino. Foram construídas diversas curvas Receiver Operating Characteristic (ROC e comparadas às áreas sob as mesmas entre o índice de conicidade (índice C, índice de massa corporal (IMC, razão circunferência cintura-quadril (RCCQ, circunferência de cintura (CC e RCE. Verificou-se também a sensibilidade e especificidade para identificar e comparar o melhor ponto de corte entre os diversos indicadores de obesidade para discriminar o RCE. Foi utilizado intervalo de confiança a 95%. RESULTADOS: A maior área sob a curva ROC foi encontrada entre o índice C e RCE, em indivíduos do sexo masculino, 0,80 (0,74-0,85, diferindo significativamente dos demais indicadores de obesidade. Em mulheres, a maior área sob a curva ROC encontrada foi de 0,76 (0,71-0,81, sendo iguais entre índice C, RCCQ e RCE. CONCLUSÃO: Esses resultados demonstram que o índice C e RCCQ são os melhores indicadores de obesidade para discriminar RCE. A CC tem intermediário poder discriminatório e o IMC foi o indicador antropométrico de obesidade menos adequado para discriminar RCE. Estes dados sugerem que os indicadores de obesidade abdominal são melhores para discriminar RCE que os indicadores de obesidade generalizada.

  3. Fatores de risco para injúrias acidentais em pré-escolares Risk factors for accidental injuries in preschool children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sílvia S. Fonseca

    2002-04-01

    Full Text Available Objetivo: medir os principais fatores de risco relacionados à ocorrência de injúrias acidentais, na faixa etária entre quatro e cinco anos de idade.Métodos: foi estudada uma coorte prospectiva de 620 crianças, na qual a ocorrência de acidentes e injúrias foi registrada em um diário, durante um período de um mês. Esta foi uma subamostra sistemática, proveniente da coorte de nascimentos de 1993, que ainda residiam na área urbana de Pelotas, RS. O desfecho em estudo foi o número de injúrias acidentais relatadas por criança-mês. A análise multivariada, utilizando Regressão de Poisson, foi usada para controlar fatores de confusão.Resultados: a incidência mensal de acidentes foi de 53,8%, e 48,4% das crianças sofreram pelo menos uma injúria acidental. As crianças do sexo masculino tiveram 30% mais de chances de se lesionarem do que aquelas do sexo feminino, e as crianças brancas tiveram um risco 70% maior do que as crianças não-brancas. Renda familiar, escolaridade dos pais e trabalho materno não se associaram à ocorrência de injúrias. Após ajuste para variáveis socioeconômicas e ambientais, as crianças que possuíam um ou mais irmãos menores apresentavam taxa 30% maior de injúrias acidentais. Crianças residentes em casa de tijolo apresentaram uma incidência de injúrias cerca de 40%superior. Conclusões: poucos fatores de risco modificáveis foram associados a um aumento na freqüência de injúrias acidentais. Destes fatores, a presença de crianças mais jovens em casa merece especial atenção, sendo necessário instruir os pais sobre o aumento no risco observado por ocasião do nascimento de um irmão menor.Objective: to measure the main risk factors associated with the occurrence of accidental injuries in children aged 4-5 years.Methods: the study included a prospective cohort of children whose parents filled in a diary recording accidents and injuries during a period of one-month. The children represented

  4. Fatores de risco para úlcera de pressão: subsídios para a prevenção Risk factors for pressure ulcers: subsidy to prevention

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Mancussi e Faro

    1999-09-01

    Full Text Available Uma das complicações mais severas para a pessoa com lesão medular é a úlcera de pressão. Sendo assim a prevenção destas feridas e a identificação de fatores de risco são necessidades prementes para o enfermeiro. Trata-se de um estudo decorrente de uma pesquisa mais abrangente, que abordou a assistência de enfermagem ao lesado medular em reabilitação buscando identificar os fatores de risco para úlcera de pressão utilizando os registros das enfermeiras nos históricosde enfermagem e a Taxonomia I da NANDA e analisar as intervenções de enfermagem preconizados face ao diagnóstico potencial para prejuízo na integridade da pele. Os fatores de risco identificados referem-se às alterações decorrentes da lesão neurológica, história prévia de ferida e lesão inicial. As intervenções de enfermagem preconizadas totalizaram. 16, com caráter de orientação ao paciente e à família voltadas para higiene corporal, mudança de decúbito, posicionamento no leito e em cadeira de rodas, denotando pertinência ao diagnóstico elaborado.Pressure ulcers is one of the most severe complication in the spinal cord injuried patients begin the prevention aspects and the early identification of the risk factors are imperative action for the nursing assistance of these patients. This study evaluated the nursing care plans for these patients that at the time of the study were already included in the rehabilitation program in order to identify the risk factors for the pressure ulcer development by analysing the nursing documentation adapting the Taxonomy of NANDA. Evaluate the nursing procedures proposed to the diagnosis risk for impaired skin integrity. The identified risk factors are referred to the phisical alterations determinate by the neurologic lesion, wound's history and inicial lesions. The proposed nursing procedures were sea:teen (16 that infasezed patient and family's instructions on body cleaning, position on bed and wheel chair

  5. Eficácia da fonoterapia em disfagia neurogênica usando a escala funcional de ingestão por via oral (FOIS como marcador Efficacy of speech therapy in neurogenic dysphagia using functional oral intake scale (FOIS as a parameter

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Furkim

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a eficácia da fonoterapia e a interferência dos fatores de risco para disfagia no atendimento de pacientes adultos internados com doença neurológica e sintoma de disfagia, tendo a escala funcional de ingestão por via oral como marcador da progressão segura da dieta por via oral. MÉTODOS: foi realizado estudo retrospectivo de 49 prontuários de pacientes com disfagia neurogênica, atendidos em fonoterapia no leito hospitalar e comparada a escala de ingestão de alimentação por via oral antes e depois da terapia - FOIS, (mede a quantidade e tipo de alimento que o paciente consegue ingerir por via oral de forma segura. Foram estudados também possíveis fatores de interferência na melhora via ingestão oral na fonoterapia como: doença de base, idade, condições respiratórias, condições clínicas, estado de consciência, tempo de terapia e número de sessões. RESULTADOS: dos 49 pacientes, 36 apresentaram melhora na FOIS após a fonoterapia. Quanto aos possíveis fatores de interferência nessa melhora, foram constatados: a piora clínica do doente, as intercorrências clínicas e o rebaixamento do nível de consciência, como estatisticamente significantes para a não evolução em fonoterapia visando à ingestão de alimentos por via oral. Os outros fatores analisados como: doença de base, idade, condições respiratórias, tempo e numero de sessões não demonstraram significância estatística, sugerindo não interferir na melhora ou piora do paciente. CONCLUSÃO: observa-se melhora efetiva da ingestão de alimentos por via oral nos pacientes com disfagia neurogênica atendidos em ambiente hospitalar em fonoterapia, salvo se apresentarem intercorrências clínicas e rebaixamento do nível de consciência durante o processo.PURPOSE: to evaluate efficacy of speech therapy treatments and the interference of risk factors in adult patients admitted to the wards with neurological diseases and symptoms of dysphagia

  6. Pilotaje de un protocolo para la adecuación de la forma farmacéutica de la medicación oral al grado de disfagia, de los pacientes ingresados en un servicio de medicina interna Monitoring of a protocol for the adequacy of the pharmaceutical form of the oral medication to the degree of dysphagia in patients hospitalized in an internal medicine service

    OpenAIRE

    J. García Aparicio; Herrero Herrero, J I; A. M.ª Moreno Gómez; J. Martínez Sotelo; E. González del Valle; Mª A. Fernández de la Fuente

    2011-01-01

    Introducción: La vía oral es la forma de administrar medicación más cómoda, pero puede no ser segura. La disfagia es uno de los factores que dificulta la correcta alimentación y administración de la medicación. Objetivos: La mejora de la administración de la medicación oral en pacientes con disfagia, a través de la adecuación de la forma farmacéutica de los principios prescritos a las texturas toleradas. Métodos: Proyecto piloto de aplicación de un protocolo de disfagia, donde se incluyeron l...

  7. Ingestão de minerais e fitatos: indicadores para o monitoramento de risco nutricional / Mineral and phytate intake: indicators for monitoring of nutritional risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Semíramis Martins Álvares Domene

    2014-11-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar as razões molares entre fitato e os minerais cálcio, ferro e zinco, de acordo com as refeições realizadas por adolescentes, adultos e idosos. Foram utilizados dados do Inquérito de Saúde do município de Campinas (ISACAMP 2008, um estudo transversal de base populacional. A ingestão de nutrientes foi determinada por meio da aplicação do Recordatório de 24 horas. Foram avaliados 922 adolescentes, 950 adultos e 1.510 idosos. Os adolescentes apresentaram médias de ingestão mais elevadas para zinco, cálcio, fitato, energia e ferro, mas ingestão média de fibras alimentares menor do que os idosos. Observam-se riscos superiores a 80% para a razão molar fitato.cálcio:zinco e acima de 98% para fitato:ferro em todos os estratos investigados, especialmente no café da manhã e no lanche da tarde. Os dados deste estudo permitem concluir que as prevalências de inadequação estimadas por meio das razões molares fitato:minerais variam de 1,3% a 99,1%, o que sugere risco para o comprometimento da absorção do cálcio, zinco e ferro. Ações de regulação de caráter regional a partir de bancos de dados sobre a composição de alimentos poderão melhor direcionar políticas e programas de alimentação e nutrição, em especial no que se refere ao risco do comprometimento da qualidade nutricional da alimentação. ------------------------------------------------------------------------------------ The objective of this study was to evaluate the molar ratios between phytate and the minerals calcium, iron and zinc according to the meals eaten by teenagers, adults and seniors. Data was used from the Campinas municipality Health Survey (ISACAMP 2008, a cross-sectional, population-based study. Nutrient intake was determined by applying the 24-hour recall; 922 adolescents, 950 adults and 1,510 senior citizens were evaluated. The adolescents had higher intake for zinc, calcium, phytate, iron and energy, but lower

  8. Prevalência em crianças de fatores de risco para as doenças cardiovasculares Childhood prevalence of cardiovascular risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Rosa Gama

    2007-09-01

    Full Text Available Investigou-se a presença de fatores de risco para doenças cardiovasculares em estudo transversal em 356 crianças de 5 a 9 anos, atendidas em unidade básica de saúde de área de baixa renda da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil. Foram avaliados: lipidograma, estado nutricional, hábitos alimentares e aspectos sócio-econômicos. Observaram-se 10,7% de sobrepeso e 68,4% com níveis alterados no lipidograma, sendo 18,6% com LDL-colesterol alto. Para descrever o perfil alimentar as respostas ao questionário qualitativo de ingestão foram submetidas à classificação multivariada, obtendo-se seis grupos, resumidamente definidos como: da cultura tradicional brasileira; moderno (produtos diet e light; frituras; doces e refrescos (misturados com outros grupos; os demais pouco definidos. A alta prevalência dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares desde a infância e a evidência de alimentação infantil inadequada indica a necessidade de desenvolver uma estratégia preventiva, procurando atingir toda a família, de forma a alterar os padrões de ingestão de alimentos das populações de baixa renda em direção à comportamentos mais saudáveis.Cardiovascular risk factors were investigated in 356 children 5 to 9 years of age who were treated at a primary care center located in a low-income area in Greater Metropolitan Rio de Janeiro, Brazil. Lipid profile, nutritional status, food intake, and lifestyle were evaluated. 10.7% of the children were overweight, 68.4% had some type of dyslipidemia, and 18.6% showed high LDL-c. To describe the food intake pattern, the answers to the qualitative food questionnaire were submitted to multivariate cluster analysis, producing six basic groups: traditional Brazilian cooking; "modern" food (including diet and light products; fried food; sweets and soft drinks (mixed with other groups; and other poorly defined groups. The high prevalence of cardiovascular risk factors (beginning in

  9. Fatores de risco e profilaxia para tromboembolismo venoso em hospitais da cidade de Manaus Risk factors and prophylaxis for venous thromboembolism in hospitals in the city of Manaus, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson de Oliveira Andrade

    2009-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar e classificar os fatores de risco para tromboembolismo venoso (TEV em pacientes internados, avaliando as condutas médicas adotadas para a profilaxia da doença. MÉTODOS: Estudo observacional, de corte transversal no período de janeiro a março de 2006, envolvendo uma população de pacientes internados em três hospitais na cidade de Manaus (AM. A estratificação do risco para TEV foi feita com base nos critérios da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e da International Union of Angiology. Foram avaliados variáveis sobre os fatores de risco clínicos, cirúrgicos e medicamentosos, assim como os métodos profiláticos para TEV. Os dados foram analisados estatisticamente, adotando-se um alfa de 5% e IC95%. Os dados qualitativos foram analisados pelo teste do qui-quadrado e os dados quantitativos pelo teste t de Student. RESULTADOS: Foram estudados 1.036 pacientes num total de 1.051 internações, sendo 515 (49,7% homens e 521 (50,3% mulheres. Um total de 23 de fatores de risco para TEV foram identificados (número total de eventos, 2.319. O risco estratificado para TEV foi de 50,6%, 18,6% e 30,8% das internações para risco alto, moderado e baixo, respectivamente. Em 73,3% das internações, não foram adotadas medidas profiláticas não-medicamentosas durante o período do estudo, e em 74% das internações que apresentavam risco moderado ou alto, não foram adotadas quaisquer medidas terapêuticas medicamentosas. CONCLUSÕES: Este estudo evidenciou que, na população estudada, os fatores de risco foram frequentes e que medidas profiláticas não foram utilizadas para pacientes com riscos potenciais de desenvolverem TEV e suas complicações.OBJECTIVE: To identify and classify risk factors for venous thromboembolism (VTE in hospitalized patients, as well as to evaluate medical practices regarding prophylaxis for the disease. METHODS: An observational cross-sectional study, carried out between

  10. Lupus eritematoso sistêmico: novo fator de risco para aterosclerose? Is systemic lupus erithematosus a new risk factor for atherosclerosis?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Funayama Alvarenga Freire

    2006-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a prevalência de eventos cardiovasculares (ECV secundários à aterosclerose em pacientes com lupus eritematoso sistêmico (LES e correlacioná-los aos tradicionais fatores de risco, tempo de doença e drogas utilizadas na terapia. MÉTODOS: Estudo retrospectivo através da coleta e análise dos dados contidos nos prontuários de pacientes com diagnóstico confirmado há no mínimo dois anos e seguidos desde 1992. Foram considerados ECV: angina do peito (AP, IAM e acidente vascular cerebral (AVC de causa não relacionada à atividade do LES. Foram computados os fatores de risco para aterosclerose e dados sobre tratamento. RESULTADOS: Foram analisados 71 prontuários. A média de idade dos pacientes foi de 34,2±12,7 anos; 68 mulheres e três homens; 58 caucasóides (81,6%. Dez (14,08% apresentaram ECV. Os pacientes nos quais os eventos cardiovasculares foram observados apresentavam idade mais elevada (42,7 vs 32,8 anos p=0,0021 e maior tempo de doença (10,8 vs 7,2 anos p=0,011. Os tradicionais fatores de risco, as doses diárias e cumulativas de esteróides, imunossupressores e antimaláricos não apresentaram diferença estatística significante entre pacientes que apresentaram ou não ECV. CONCLUSÃO: A prevalência de secundários à aterosclerose no LES foi semelhante ao da literatura, 14,08%. Os tradicionais fatores de risco não mostraram associação com a ocorrência ou não de ECV no LES. Os pacientes nos quais os eventos cardiovasculares foram observados apresentavam idade mais elevada e maior tempo de doença. É precoce estabelecer-se que o LES possa ser um fator independente no desenvolvimento da aterosclerose.OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of cardiovascular events (CVE secondary to atherosclerosis in lupus patients and correlate them to the traditional risk factors, disease duration and drug therapy used. METHODS: A retrospective study was carried out based on data obtained from patients’ charts

  11. Risk factors for hypertensive disorders of pregnancy in southern Brazil Fatores de risco para distúrbios hipertensivos durante a gravidez no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Abrão Dalmáz

    2011-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE:The aim of the study was to identify the frequency of risk factors for hypertensive disorders in pregnancy in Southern Brazil. METHODS: The study included 161 patients with hypertensive disorders and 169 control subjects matched by age and ethnicity. The frequency of the risk factors was compared by Fisher's exact test, chi-square and Student's t test. A multivariate logistic regression analysis assessed the independent role of clinical, social and demographic factors which were associated with occurrence of the hypertensive disease in pregnancy in the univariate analysis. RESULTS: Patients enrolled in the study were predominantly Caucasian (73% and the mean age was 29. In the multivariate analysis, the variables associated were: family history of preeclampsia (p = 0.001; OR = 3.88; 95% CI = 1.77-8.46, diabetes (p = 0.021; OR = 3.87; 95% CI = 1.22-12.27 and chronic hypertension (p = 0.002; OR = 7.05; 95% CI = 1.99-24.93. CONCLUSION: The risk factors associated with hypertensive disorders in pregnancy appear to be similar to those reported in other countries. The knowledge of the risk factors could be helpful in a prenatal care.OBJETIVO: Identificar a frequência dos fatores de risco para distúrbios hipertensivos durante a gravidez na região Sul do Brasil. MÉTODOS: O estudo incluiu 161 pacientes com distúrbios hipertensivos e 169 controles, compatíveis em idade e etnia. A frequência dos fatores de risco foi comparada a partir do teste exato de Fisher, teste qui-quadrado e teste t de Student. Uma análise logística multivariacional de regressão avaliou a influência de fatores clínicos, sociais e demográficos, associados com a ocorrência de doenças hipertensivas durante a gravidez na análise univariada. RESULTADOS: Os pacientes envolvidos no estudo eram predominantemente caucasianos (73% e a idade média foi 29 anos. Na análise multivariada as variáveis associadas foram: histórico de pré-eclâmpsia na família (p = 0

  12. Pesquisa multicêntrica de indicadores clínicos para a detecção precoce de riscos no desenvolvimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Full Text Available Resumo A partir da teoria psicanalítica, foram desenvolvidos Indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil (IRDIs observáveis nos primeiros 18 meses de vida da criança. O pressuposto é que esses indicadores clínicos (IRDIs podem ser empregados pelos pediatras durante a consulta nas unidades básicas e/ou centros de saúde e podem ser úteis para detectar precocemente transtornos psíquicos do desenvolvimento infantil. Os objetivos do estudo são: 1 descrever o perfil epidemiológico dos IRDIs; 2 verificar sua capacidade de predição para transtornos psíquicos na infância; 3 estabelecer indicadores de desenvolvimento psíquico para complementação da ficha de desenvolvimento proposta pelo Ministério da Saúde para o acompanhamento do desenvolvimento de crianças de 0 a 5 anos; 4 verificar sua associação com características clínicas e demográficas. O estudo utilizará um desenho de corte transversal seguido por estudo longitudinal numa amostra de crianças, nas faixas etárias de 0-3 meses e 29 dias; 4-7 meses e 29 dias; 8-11 meses e 29 dias e 12-18 meses, atendidas na clínica pediátrica nas unidades e/ou centros de saúde em dez cidades brasileiras (totalizando 12 centros. Os IRDIs serão utilizados por pediatras treinados durante a consulta clínica regular no período de 18 meses. A análise dos dados da primeira etapa do estudo será composta de uma descrição epidemiológica para estimar a sua associação com variáveis clínicas e epidemiológicas. Após três anos de seguimento, as crianças serão avaliadas para identificação de transtornos psicológicos ou psiquiátricos e verificadas as associações com os IRDIs.

  13. Qualidade de vida em disfagia na doença de Parkinson: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Carneiro

    2013-10-01

    Full Text Available A doença de Parkinson pode causar distúrbios da deglutição em qualquer fase da doença devido às disfunções dos movimentos. Apesar da diversidade de sintomas, normalmente as alterações iniciais na deglutição do parkinsoniano são despercebidas e podem ocasionar prejuízo na qualidade de vida. Contudo, instrumentos que avaliam a qualidade de vida em disfagia na doença de Parkinson não têm sido sistematicamente estudados. Esta revisão sistemática objetivou identificar a utilização do questionário de Qualidade de Vida em Disfagia para avaliação na doença de Parkinson. Foram incluídos artigos com sujeitos de ambos os sexos e com doença de Parkinson idiopática, e excluídos os artigos de avaliação de tratamento e que apresentaram indivíduos com outra forma de parkinsonismo. Após a busca realizada nos portais da Bireme, Pubmed e Banco de Teses da Capes, foram analisados 30 artigos, dos quais dois foram incluídos depois da aplicação da Escala de Jadad modificada. Os dois artigos evidenciaram que o questionário de Qualidade de Vida em Disfagia é um instrumento seguro e relevante para avaliar alterações da deglutição do parkinsoniano nos domínios do instrumento, exceto no sono. Além disso, o questionário pode indicar uma compreensão da qualidade de vida geral. Sendo assim, a utilização do questionário de Qualidade de Vida em Disfagia contribuiu para avaliação da qualidade de vida em disfagia de sujeitos com doença de Parkinson.

  14. Fatores de risco para morte fetal no município de Pato Branco (Brasil Factores de riesgo para muerte fetal en el municipio de Pato Branco (Brasil Risk factors for fetal death in the city of Pato Branco (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia de Lima Trindade

    2011-11-01

    Full Text Available Objetivo. Descrever os fatores de risco para mortalidade fetal na cidade de Pato Branco (Brasil. Metodologia. Realizou-se um estudo descritivo, no qual foram analisados os casos de nascidos mortos de 2000 a 2008 na cidade de Pato Branco. A informação foi obtida do Sistema de Informação de Mortalidade. Resultados. Registraram-se 91 mortes fetais no período estudado para uma taxa média de 9.27 por mil nascidos vivos. Os principais fatores de risco de origem maternos foram: placenta prévia (38.5%, hipertensão induzida na gravidez (13.2%, idade de 21 a 30 anos (40.7%, ter três e menos anos de escolaridade (25.7% e a ocupação de dona de casa (34.1%. Para os fetos, o único fator de risco registrado foi o sexo, no que o masculino contribuiu o 52.7% das mortes. Conclusão. Identificaram-se alguns fatores de risco previsíveis que é necessário intervir com o fim de reduzir a mortalidade fetal no município.Objetivo. Describir los factores de riesgo para natimortalidad en la ciudad de Pato Branco (Brasil. Metodología. Se realizó un estudio descriptivo, en el cual fueron analizados los casos de nacidos muertos de 2000 a 2008 en la ciudad de Pato Branco. La información fue obtenida del Sistema de Información de Mortalidad. Resultados. Se registraron 91 muertes fetales en el periodo estudiado para una tasa media de 9.27 por mil nacidos vivos. Los principales factores de riesgo de origen maternos fueron: placenta previa e hipertensión inducida en el embarazo como complicaciones del embarazo (38.5% y 13.2%, edad de 21 a 30 años (40.7%, baja escolaridad (25.7% y como ocupación de ama de casa (34.1%. Para los fetos, el único factor de riesgo registrado fue el sexo: el masculino aportó el 52.7% de las muertes. Conclusión. Se identificaron algunos factores de riesgo prevenibles que merecen intervención con el fin de reducir la natimortalidad en el municipio.Objective. To describe risk factors for fetal mortality in the city of Pato Branco

  15. Fatores de risco para mortalidade em octogenários submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaac Newton Guimarães

    2011-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Idade maior a 80 anos não é, por si só, o único fator de risco para a mortalidade em revascularização miocárdica. OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a mortalidade em pacientes octogenários submetidos a revascularização miocárdica. MÉTODOS: Estudamos 164 pacientes, com idade igual ou maior a 80 anos. As variáveis estudadas foram: sexo, idade (em anos, fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE, reoperação, cirurgia de emergência, número de artérias revascularizadas, uso da artéria torácica interna esquerda (ATIE, uso de circulação extracorpórea (CEC, cirurgia associada, revascularização da artéria interventricular anterior (AIVA e uso de balão intra-aórtico (BIA. A análise estatística foi feita por meio de análises descritiva, univariada e multivariada por regressão logística. Foram considerados significância estatística os valores de p < 0,05, e a análise multivariada foi realizada com variáveis cujo valor era p < 0,20. RESULTADOS: A mortalidade foi de 11%. Na análise univariada, evidenciou-se que baixa FEVE (p = 0,008, cirurgia de emergência (p < 0,001 e uso de balão intra-aórtico (p = 0,049 relacionaram-se à maior chance de mortalidade. Ao ajustar pela regressão logística, revelou-se que a idade acima de 85 anos correlacionou-se com uma chance de mortalidade 6,31 vezes maior (p = 0,012 e que a cirurgia de emergência esteve relacionada a uma chance de mortalidade 55,39 vezes maior (p < 0,001. CONCLUSÃO: Em octogenários submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica, idade superior a 85 anos e cirurgia de emergência são fatores preditivos importantes de maior mortalidade.

  16. Fatores de risco para sibilância no primeiro ano de vida Risk factors for wheezing in the first year of life

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Herberto José Chong Neto

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores de risco para sibilância em lactentes no sul do Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal, onde foram aplicados questionários padronizados e validados (Estudio Internacional de Sibilancias en Lactantes - EISL, aos pais de lactentes com idade entre 12 e 15 meses que procuraram 35 das 107 unidades de saúde para imunização rotineira no período entre agosto de 2005 e dezembro de 2006. Foi realizada análise univariada entre sibilância e os fatores estudados utilizando razão de prevalência (RP e intervalo de confiança de 95% (IC95%. Fatores associados à sibilância na análise bivariada foram avaliados com a utilização de regressão de Poisson. RESULTADOS: Três mil e três lactentes participaram do estudo. Os fatores de risco para sibilância foram: gênero masculino (RP = 1,14; IC95% 1,05-1,24, história familiar de asma [mãe (RP = 1,18; IC95% 1,04-1,33; pai (RP = 1,20; IC95% 1,05-1,39; irmãos (RP = 1,23; IC95% 1,08-1,42], outros animais domésticos (pássaros, coelhos, etc. presentes durante a gravidez (RP = 1,28; IC95% 1,07-1,53, idade de início na creche [0-3 meses (RP = 1,15; IC95% 0,98-1,34; 4-6 meses (RP = 1,39; IC95% 1,24-1,55; 7-12 meses (RP = 1,20; IC95% 1,07-1,35], seis ou mais episódios de resfriado (RP = 1,32; IC95% 1,21-1,44, história pessoal de dermatite (RP = 1,09; IC95% 1,003-1,19 e mofo no domicílio (RP = 1,14; IC95% 1,04-1,24. Imunização atualizada (RP = 0,79; IC95% 0,63-0,98 e banheiro no domicílio (RP = 0,83; IC95% 0,68-1,01 foram fatores de proteção. CONCLUSÃO: Os fatores de risco independentes para sibilância no primeiro ano de vida também são conhecidos como risco para asma em crianças e adolescentes. Esses dados são úteis para prever o diagnóstico de asma e instituição de medidas de prevenção quando cabíveis.OBJECTIVE: To assess risk factors for wheezing in infants in southern Brazil. METHODS: Cross-sectional study using a standardized and validated questionnaire

  17. VALIDAÇÃO DE INDICADORES DA NURSING OUTCOMES CLASSIFICATION PARA ADULTOS HOSPITALIZADOS EM RISCO DE INFECÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam de Abreu Almeida

    2014-01-01

    Full Text Available Este estudio tuvo como objetivo validar los indicadores propuestos por los resultados de enfermería de la Nursing Outcomes Classification para el diagnóstico de Riesgo de Infección. La validación del contenido se realizó de acuerdo con la opinión de 12 enfermeros, procedentes de unidades de cuidados clínicos, quirúrgicos e intensivos de un hospital. El análisis se basó en la media aritmética ponderada de las puntuaciones asignadas por los especialistas para cada indicador evaluado, donde fueron validados aquellos que alcanzaron al menos 0.80. Fueron validados 67 indicadores de un total de 132 propuestos para ocho resultados descritos para el diagnóstico de Riesgo de Infección, los cuales habían sido validados en un estudio anterior. El proceso de validación de contenido identificó que la Nursing Outcomes Classification presenta indicadores posibles para evaluar e identificar las mejores prácticas. Se cree que este estudio servirá como un subsidio para la aplicación de la Clasificación de Resultados de Enfermería en la práctica, enseñanza e investigación.

  18. Fatores de risco para consultas em pronto-socorro por crianças asmáticas no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chatkin Moema

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Traçar um perfil das crianças asmáticas do município de Pelotas, RS, conhecer o manejo da doença e os fatores de risco associados a consultas em pronto-socorro, motivadas por asma. MÉTODOS: Estudo transversal aninhado a um estudo de coorte, realizado na área urbana de Pelotas, cidade de médio porte do Sul do Brasil. Participaram 981 crianças de 4-5 anos, pertencentes à coorte de 1993. RESULTADOS: A prevalência de asma encontrada na amostra estudada foi de 25,4%. A morbidade por asma foi elevada: 31% das crianças asmáticas haviam procurado o pronto-socorro no último ano, 57% tinham consultado médico e 26%, de 1 a 4 anos, foram internadas por asma. Na análise geral, escolaridade e renda familiar baixas associaram-se com consultas em pronto-socorro (RO=4,1 para 0 a 4 anos de escolaridade e RO=6,5 para menos de 1 salário-mínimo. Dormir em quartos com 3 ou mais pessoas também mostrou-se associado (RO=2,2, bem como severidade das crises (RO=2,7, uso de medicamentos para asma no último ano (RO=1,9 e internações por asma (RO=3,0. CONCLUSÕES: A prevalência de asma entre crianças pré-escolares em Pelotas é alta, levando a grande morbidade. Encontraram-se como fatores preditores de consultas em pronto-socorro por asma, após análise multivariada, a baixa escolaridade das mães, severidade das crises e internação por asma.

  19. Creación de un nuevo producto enriquecido en ovoproteína y de textura modificada adaptado a la disfagia

    OpenAIRE

    Merino Anton, Gorka

    2016-01-01

    La modificación de la textura de la dieta es el principal tratamiento para la disfagia. Pero no existe una clasificación universal de los alimentos adaptados para dicho tratamiento. Además, la ingesta prolongada de estos productos provoca, a menudo, problemas nutricionales severos. El objetivo de este trabajo es el desarrollo de alimentos enriquecidos en proteínas de alto valor biológico como son las ovoproteínas, así como la creación de una nueva clasificació...

  20. Detección, diagnóstico y tratamiento de la disfagia orofaríngea funcional en el anciano hospitalizado : el papel de la enfermera

    OpenAIRE

    Sánchez Peláez, María Victoria

    2014-01-01

    La disfagia orofaríngea en el anciano es un síntoma muy prevalente, que provoca un grave impacto en la salud, la capacidad funcional y la calidad de vida de quienes la sufren, además de los costes que supone para el sistema sanitario. Su diagnóstico precoz y abordaje posterior son claves para la prevención de todas las consecuencias negativas que se derivan. El objetivo de la presente monografía es profundizar en los últimos avances que existen en el diagnóstico, prevención y tratamiento de l...

  1. Classificação automática de dados para descoberta de conhecimento: um estudo de caso para classificação de risco na área da saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo Funchal

    2015-05-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo apresentar um estudo da utilização de técnicas de mineração de dados no contexto da classificação de risco em unidades de pronto atendimento. Foi utilizada a técnica conhecida como árvores de decisão, tendo em vista sua ampla utilização em problemas de classificação e, também, com o intuito de tornar-se uma ferramenta essencial para um sistema de apoio à decisão mais alinhado com o conhecimento do profissional de saúde. Todavia, é imprescindível ressaltar que a tomada de decisão do risco de vida do paciente vem do conhecimento técnico e da experiência desse profissional, que normalmente vão além do conhecimento teórico.

  2. Índice de risco de malignidade para tumores do ovário incorporando idade, ultra-sonografia e o CA-125

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernandes Luís Roberto Araujo

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: calcular a sensibilidade, a especificidade e a acurácia das variáveis: idade da paciente, aspecto ultra-sonográfico e dosagem do marcador CA-125 para o diagnóstico diferencial entre tumores malignos e benignos do ovário. Estabelecer, ainda, índice de risco de malignidade (IRM com a incorporação dessas três variáveis e calcular a sua sensibilidade, especificidade e acurácia para aquele diagnóstico diferencial. MÉTODOS: foram incluídas prospectivamente 100 pacientes portadoras de tumor do ovário com indicação cirúrgica. As variáveis idade, resultado da ultra-sonografia e níveis do CA-125 foram avaliadas isoladamente e depois em conjunto, sob a forma de índice (IRM. O estudo compreendeu a avaliação da sensibilidade, da especificidade e da acurácia diagnóstica e a aplicação das medidas: razão de probabilidade, razão de chances e dos testes: t de Student, chi² e regressão logística com análise uni e multivariada. RESULTADOS: para a variável idade, a sensibilidade, a especificidade e a acurácia diagnóstica foram respectivamente 58,8, 68,2 e 65,0%. Para a ultra-sonografia, 88,2, 77,3 e 81,0%. Para a dosagem do CA-125 esses valores foram 64,7, 74,2 e 71,0%. Quando as três variáveis foram agrupadas sob a forma do IRM observou-se sensibilidade de 76,5%, especificidade de 87,9% e acurácia diagnóstica de 84,0%. CONCLUSÕES: o IRM constituído pela associação das variáveis idade da paciente, resultado da ultra-sonografia e dosagem do CA-125 é indicador valioso para se distinguir entre tumores malignos e benignos de ovário, principalmente no que diz respeito à sua especificidade.

  3. Obesidade como fator de risco para a falha da cirurgia de Burch Obesity as a risk factor to Burch surgery failure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Finger Viecelli

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: observar o impacto da obesidade e de outros fatores de risco sobre a taxa de falha das pacientes submetidas à cirurgia de Burch para tratamento da incontinência urinária. MÉTODOS: estudo de casos de pacientes submetidas à cirurgia de Burch no período de 1992 a 2003. As pacientes foram avaliadas no momento da segunda consulta pós-operatória (66 dias em média e com um ano de acompanhamento, e classificadas em dois grupos: Continentes e Não Continentes. As variáveis analisadas foram: idade, paridade, índice de massa corpórea (IMC, tempo de menopausa, tempo de terapia de reposição hormonal, avaliação urodinâmica, história de infecção do trato urinário, cirurgia prévia para incontinência urinária, diabetes, cistocele e prolapso uterino, tempo de internação, necessidade de autossondagem, micção espontânea no pós-operatório e ferida operatória. Os dados foram analisados com o pacote estatístico Statistical Package for Social Sciences 14.0. Foram utilizados o teste τ de Student ou Mann-Whitney, para comparação das variáveis contínuas, e os testes exato de Fisher e χ2, para variáveis categóricas (p30 foi 3,7 (IC95%=1,2-11,5. CONCLUSÕES: a obesidade mostrou-se um importante fator de risco para a falha da cirurgia no primeiro ano de acompanhamento. Os resultados demonstram que pacientes com IMC>30 têm chance 3,7 vezes maior de apresentarem-se não continentes após um ano da cirurgia de Burch em relação às não obesas.PURPOSE: to observe the impact of obesity and other risk factors on the rate of failure in patients submitted to Burch's surgery for the treatment of urinary incontinence. METHODS: cases study of patients submitted to Burch's surgery, from 1992 to 2003. Patients were evaluated at the second post-surgery appointment (average 66 days and after one-year follow-up, and classified in two groups: Continent and Non-continent. Variables analyzed were: age, parity, body mass index (BMI

  4. A democracia e sua reinvenção para processos decisórios sobre os riscos da nanotecnologia

    OpenAIRE

    Pereira, Reginaldo

    2013-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2013. Há tempos a democracia representativa vem mostrando-se ineficiente para o tratamento de questões mais complexas que exigem maior transparência e abertura para a participação de um número mais significativo de pessoas. No tocante ao avanço das tecnologias e da nanotecnologia, em especial, esta deficiência mostra-se mais patente, na medida em que...

  5. Lazer para pais de bebês de risco: a experiência junto ao Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Ribeiro Brunherotti

    2000-09-01

    Full Text Available No HCFMRP-USP, a enfermagem tem implementado ações dirigidas aos pais com grupos de apoio, treinamento para alta e envolvimento deles no cuidado progressivo do filho. Procurando expandir essa assistência, implantamos um programa de apoio envolvendo atividades lúdicorecreacionais junto aos pais de bebês hospitalizados nos berçários de risco, cujo relato constitui objeto do presente estudo. As intervenções são executadas por alunas de enfermagem, que se reúnem semanalmente com os pais, por 2 horas, desenvolvendo técnicas de dinâmica de grupo, atividades de lazer; oficinas de criatividade envolvendo atividades manuais; discussão de temas básicos. Através dessas novas estratégias de cuidado, espera-se contribuir com o processo de construção de uma assistência mais integral e humanizada na área de neonatologia, tendo como foco a família.

  6. Estudo sobre as empresas integradoras de pagamentos online: as vantagens e os riscos para o comércio eletrônico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Pereira Francisco Nascimento

    2015-02-01

    Full Text Available O comércio eletrônico apresenta crescimento expressivo nas últimas décadas, o faturamento neste tipo de comércio cresce em velocidade significativa, devido principalmente à evolução da internet e dos meios de comunicação online. Por se tratar de um mercado movimentador de cifras relevantes todos os anos, os meios de pagamento se configuram como parte fundamental no processo de concretização de compra e venda de produtos e serviços na rede. Sob este aspecto além das formas tradicionais de pagamento, realizadas diretamente entre a empresa interessada e as operadoras de cartões e os bancos, nos últimos anos um tipo específico de empresa figura dentro deste segmento: as empresas de soluções de pagamentos online, ou ainda empresas integradoras e facilitadoras. O objetivo deste artigo é analisar o desempenho destas empresas, identificando suas principais vantagens e os riscos para as empresas do comércio eletrônico que utilizam os seus serviços.

  7. Proposta de escore de risco para predição de fibrilação atrial após cirurgia cardíaca Risk index proposal to predict atrial fibrillation after cardiac surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério Gomes da Silva

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: A fibrilação atrial (FA é uma complicação frequente após cirurgia cardíaca e está associada ao aumento na morbidade e mortalidade dos pacientes. O objetivo deste estudo foi desenvolver uma proposta de escore de risco para FA após cirurgia cardíaca. MÉTODOS: Estudo prospectivo observacional, no qual 452 pacientes foram selecionados para avaliação da incidência e fatores de risco associados com FA pós-operatória. Foram selecionados somente pacientes submetidos à cirurgia cardíaca. A avaliação utilizou monitoramento cardíaco contínuo e eletrocardiograma diário. Os fatores com maior associação em modelo de regressão logística multivariável foram selecionados para o escore de risco. RESULTADOS: A incidência média de FA foi de 22,1%. Os fatores mais associados com FA foram: pacientes com mais de 75 anos de idade, doença valvar mitral, não utilização de betabloqueador, interrupção do uso de betabloqueador e balanço hídrico positivo. A ausência fator de risco determinou 4,6% de chance de FA pós-operatória e para um, dois e três ou mais fatores de risco a chance foi, respectivamente, de 16,6%, 25,9% e 46,3%. CONCLUSÃO: Em modelo de regressão logística multivariada foi possível estabelecer uma proposta para escore de risco para predição de FA pós-operatória, com um risco máximo de 46,3% na presença de três ou mais fatores de risco.OBJECTIVE: Atrial fibrillation (AF is a common complication following cardiac surgery and is associated with an increased patient morbidity and mortality. The objective of this study was to develop a risk index proposal to predict AF after cardiac surgery. METHODS: A prospective observational study in that 452 patients were selected to assess the incidence and risk factors associated with postoperative AF. Only patients following cardiac surgery were selected. Continuous cardiac monitor and daily electrocardiogram were assessed. The most associated in a multivariable

  8. USO DE DADOS CLIMÁTICOS PARA ANÁLISE ESPACIAL DE RISCO DE INCÊNDIO FLORESTAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Keyla Manuela Alencar da Silva Alves

    2011-01-01

    las diversas categorías de planifi cación y gestión ambiental del Parque Nacional Catimbau, ya que los datos sobre los incendios forestales en el Parque Nacional Catimbau son escasos, y para algunos períodos son inexistentes. Esta investigación ayudará a la continuidad de los estudios futuros en áreas de conservación con tipos similares.

  9. Caracterização e fatores de risco para úlceras por pressão na pessoa idosa hospitalizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chrystiany Plácido de Brito Vieira

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue identificar características sociodemográficas y clínicas; señalar los factores de riesgo para úlceras por presión en anciano hospitalizado. Estudio de cohorte prospectivo, descriptivo y cuantitativo. Muestra de 215 ancianos ingresados en hospital público de Teresina, PI, Brasil, en las clínicas de ortopedia, unidades de cuidados médicos, quirúrgicos, neurológicos e intensivos de noviembre/2012 a febrero/2013, utilizándose recopilación de datos entrevista, examen físico y registros médicos. La edad promedia fue de 71,8 años, mayoría mujeres (55,3%, con bajo nivel de estudios y casada. La mayoría fue internada en traumatología (42,3%. Estancia hospitalaria media de 12,4 días. Los factores de riesgo más prevalentes fueron hipertensión y uso de medicaciones, como analgésicos, antihipertensivos y anticoagulantes. Bajo riesgo fue presentado por 87 (40,5% ancianos. Se destaca la importancia de la atención de enfermería en la prevención y evaluación de riesgos para úlceras por presión para reducir la incidencia de estas en hospitales.

  10. Análise de riscos tecnológicos ambientais: perspectivas para o campo da saúde do trabalhador Analysis of environmental technological risks: prospects for the worker's health field

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Firpo de Souza Porto

    1997-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é trazer para o âmbito da saúde pública, particularmente para o campo da Saúde do Trabalhador, questões teóricas e desafios colocados pelos denominados riscos tecnológicos ambientais, os quais se relacionam e ultrapassam o universo dos ambientes de trabalho. Partindo-se dos riscos químicos industriais, demonstra-se a vulnerabilidade das sociedades contemporâneas face aos mesmos e seu agravamento nos países de economia periférica. Em seguida, apresenta-se o escopo das análises de riscos pelas vertentes da engenharia, toxicologia e epidemiologia, bem como a crítica que as ciências sociais vem realizando sobre as mesmas. Conclui-se que a Ciência não é capaz de dar conta isoladamente de problemas complexos como os riscos tecnológicos ambientais. Para se avançar sobre esses limites, diversas propostas integradoras do nível teórico-metodológico vêm sendo desenvolvidas nos campos da análise de riscos e da saúde do trabalhador. Dentre estas, destacam-se aquelas sobre interdisciplinaridade, abordagens sistêmicas e participativas, que incorporam o saber dos trabalhadores e comunidades, forjando a interação entre conhecimento e diálogo como condição fundamental da prevenção e controle dos riscos tecnológicos ambientais.The objective of this paper is to identify theoretical questions and challenges for the public health field, especially the field of workers' health, raised by technological and environmental risks related to the workplace but going beyond it. Using industrial chemical risks as an example, the authors show the vulnerability of contemporary societies in handling such risks and the worsening situation in peripheral countries. The scope of risk analysis is presented according to the engineering, toxicological, and epidemiological approaches as well as the critique raised by the social sciences. Science alone cannot solve such complex problems as technological and environmental risks. To

  11. Fatores de risco para osteoporose em mulheres na pós-menopausa do sudeste brasileiro Risk factors for osteoporosis in postmenopausal women from southeast Brazilian

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Davi de Araújo Brito Buttros

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a densidade mineral óssea (DMO e os fatores de risco associados à osteoporose na pós-menopausa. MÉTODOS: Estudo clínico transversal com 431 mulheres (idade 40 - 75 anos. Foram incluídas mulheres com: amenorréia >12 meses e idade >45 anos ou, ooforectomia bilateral >40 anos, com DMO (escore T de coluna lombar/colo de fêmur pelo DEXA dos últimos 12 meses. Fatores de risco avaliados: idade, idade e tempo de menopausa, tabagismo, atividade física (30 min/5 vezes/ semana, artrite reumatoide (AR, uso de corticoterapia e de terapia hormonal (TH, fratura prévia, fratura materna de quadril e índice de massa corpórea (IMC=peso/altura². Foram empregodos teste do χ² e método de regressão logística no risco (Odds Ratio - OR para osteoporose. RESULTADOS: Pelos critérios da Organização Mundial da Saúde, 106 (24,6% mulheres apresentavam osteoporose (escore T -1,0DP. Foi detectada osteoporose em 12% das mulheres com idade entre 40 e 49anos, em 21,8% no grupo de 50 a 59 anos e 45,7% nas mulheres com idade >60anos (p10anos (pPURPOSE: To evaluate bone mineral density (BMD and their risk factors associated with postmenopausal osteoporosis. METHODS: A cross-sectional clinical study was performed on 431 women (aged 40 - 75 years. Inclusion criteria: amenorrhea >12 months and age >45 years or, bilateral oophorectomy >40 years with BMD values (T-score of lumbar spine/femur neck by DXA of the last 12 months. Risk factors evaluated: age, age and time of menopause, smoking, physical activity (30 min/5 times/week, rheumatoid arthritis (RA, use of corticotherapy and hormone therapy (HT, previous fracture, maternal hip fracture and body mass index (BMI=weight/height². The χ2 test and the logistic regression method (Odds Ratio - OR were used to determine osteoporosis risk. RESULTS: According to WHO criteria, 106 (24.6% women showed osteoporosis (T-score -1.0 DP. Osteoporosis was detected in 12% of women aged 40 - 49 years, in 21.8% of

  12. Fatores de risco hospitalar para implante de bioprótese valvar de pericárdio bovino Hospital risk factors for bovine pericardial bioprosthesis valve implantation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mateus W. De Bacco

    2007-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Identificação de fatores de risco pré-operatórios na cirurgia cardíaca valvar visa melhor resultado cirúrgico pela possível neutralização de condições relacionadas com morbi-mortalidade aumentada. OBJETIVO: Este estudo objetiva identificar fatores de risco hospitalar em pacientes submetidos a implante de bioprótese de pericárdio bovino. MÉTODOS: Estudo retrospectivo incluindo 703 pacientes consecutivos submetidos a implante de pelo menos uma bioprótese de pericárdio bovino St. Jude Medical-Biocor® de setembro de 1991 a dezembro de 2005 no Instituto de Cardiologia do RS, sendo 392 aórticos, 250 mitrais e 61 mitro-aórticos. Analisadas as características sexo, idade, índice de massa corporal, classe funcional (New York Heart Association - NYHA, fração de ejeção, lesão valvar, hipertensão arterial sistêmica, diabete melito, função renal, arritmias cardíacas, cirurgia cardíaca prévia, revascularização miocárdica, plastia tricúspide e caráter eletivo, de urgência ou de emergência da cirurgia. Desfecho primordial foi mortalidade hospitalar. Utilizou-se regressão logística para examinar relação entre fatores de risco e mortalidade hospitalar. RESULTADOS: Ocorreram 101 (14,3% óbitos hospitalares. Características significativamente relacionadas à mortalidade aumentada foram sexo feminino (p 2,4mg/dl (p=0,004, classe funcional IV (pBACKGROUND: Identification of preoperative heart valve surgery risk factors aim to improve surgical outcomes with the possibility to offset conditions related to increased morbidity and mortality. OBJECTIVE: Intent of this study is to identify hospital risk factors in patients undergoing bovine pericardial bioprosthesis implantation. METHODS: Retrospective study including 703 consecutive patients who underwent implantation of at least one St. Jude Medical-Biocor™ bovine pericardial bioprosthesis between September 1991 and December 2005 at the Rio Grande do Sul

  13. Embolia gasosa venosa inadvertida durante cesariana: bolsas retráteis ​​para líquidos intravenosos sem saídas autovedantes oferecem riscos. Relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mefkur Bakan

    2013-08-01

    Full Text Available O anestesiologista deve estar ciente das causas, do diagnóstico e do tratamento de embolia venosa e adotar padrões de prática para prevenir sua ocorrência. Embora a embolia gasosa seja uma complicação conhecida da cesariana, descrevemos um caso raro de desatenção que causou embolia gasosa iatrogênica quase fatal durante uma cesariana sob raquianestesia. uma das razões para o uso de bolsas autorretráteis para infusão em vez dos frascos convencionais de vidro ou plástico é a precaução contra embolia gasosa. Também demonstramos o risco de embolia venosa com o uso de dois tipos de bolsas plásticas retráteis (à base de cloreto de polivinil [PVC] e de polipropileno para líquidos intravenosos. As bolsas para líquidos sem saídas autovedantes apresentam risco de embolia gasosa se o sistema de fechamento estiver quebrado, enquanto a flexibilidade da bolsa limita a quantidade de entrada de ar. bolsas à base de pvc, que têm mais flexibilidade, apresentam risco significativamente menor de entrada de ar quando o equipo de administração intravenosa (IV é desconectado da saída. usar uma bolsa pressurizada para infusão rápida sem verificar e esvaziar todo o ar da bolsa IV pode ser perigoso.

  14. Screening della disfagia nei pazienti con stroke acuto: l’introduzione sistematica del GUSS test

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emanuela Migliorini

    2012-09-01

    Full Text Available Background. La disfagia è presente nel 42-67% dei pazienti con stroke acuto e può determinare gravi complicanze, tra cui la polmonite da aspirazione. Esistono numerosi test per lo screening della disfagia nei pazienti con stroke in fase acuta. Nel maggio 2009 presso la stroke unit del Dipartimento di Neuroscienze dell’Azienda ULSS 18 di Rovigo è stato avviato un progetto per implementare il Gugging Swallowing Screen (GUSS test, strumento validato per lo screening della disfagia. Obiettivi. Introdurre il GUSS test nella pratica infermieristica per gestire il paziente disfagico con stroke acuto con una procedura condivisa da tutti i professionisti; verificare se lo screening della disfagia riduce le complicanze e il ricorso inappropriato al sondino naso-gastrico (SNG. Metodi. Un gruppo di lavoro multiprofessionale ha identificato dall’analisi della letteratura lo strumento di valutazione da adottare: il GUSS test è un metodo rapido ed affidabile per identificare i pazienti con disfagia a rischio di aspirazione, permette una valutazione graduale delle capacità di deglutizione del paziente, misura la gravità della disfagia e consente di identificare le raccomandazioni dietetiche. Sono stati raccolti i seguenti dati: numero di pazienti ricoverati, numero di test effettuati, episodi di polmonite da aspirazione, modalità di alimentazione dei pazienti, eventuale posizionamento del SNG. Risultati. Lo studio è stato condotto dal maggio 2009 a dicembre 2011. Nel periodo maggio-dicembre 2009 il test è stato somministrato a 129 pazienti: 12 pazienti (9,3% hanno manifestato disfagia ai liquidi e in 24 pazienti (18,6% è stato posizionato il SNG. Nel 2010 il test è stato somministrato a 202 pazienti: in 16 (8% è stata riscontrata disfagia ai liquidi, il SNG è stato posizionato in 30 pazienti (14,8%. Nel 2011 il test è stato somministrato a 219 pazienti: la disfagia ai liquidi è stata identificata in 17 pazienti (7,8% e sono stati posizionati

  15. Fatores de risco para diabetes mellitus tipo 2 entre adolescentes Factores de riesgo para diabetes mellitus tipo 2 en adolescentes Risk factors for type 2 diabetes mellitus among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hérica Cristina Alves de Vasconcelos

    2010-12-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivo identificar fatores de risco para diabetes tipo 2 (DM 2 em uma população de adolescentes de escolas particulares de Fortaleza, Brasil. Foram avaliados 794 alunos, de 12 a 17 anos, em doze escolas, nos meses de maio, junho, agosto e setembro de 2007. Aplicou-se um formulário abordando aspectos sociodemográficos, IMC, pressão arterial, glicemia capilar e sedentarismo. Aproximadamente 24% dos participantes tinham o IMC elevado, 65% eram sedentários e 51% tinham antecedentes familiares de DM 2. Naqueles com maior renda, 73,5% tinham antecedentes familiares de DM 2 (p=0,04. Por volta de 39% dos adolescentes apresentavam pelo menos dois fatores de risco para DM 2. A maior parte dos fatores de risco para DM 2, identificados neste estudo, são modificáveis, portanto passíveis de intervenções preventivas no contexto escolar.El estudio tuvo como objetivo identificar factores de riesgo para diabetes tipo 2 en una población de adolescentes de escuelas particulares de Fortaleza, Brasil. Fueron evaluados 794 alumnos de entre 12 y 17 años, pertenecientes a doce escuelas, en los meses de mayo, junio, agosto y setiembre de 2007. Se utilizó un formulario abordando aspectos sociodemográficos, IMC, presión arterial, glucemia y sedentarismo. Aproximadamente 24% de los participantes tenía su IMC elevado, 65% eran sedentarios y 51% contaba con antecedentes familiares de DM 2. Entre aquellos con mayores ingresos, 73,5% tenía antecedencia familiar de DM 2 (p=0,04. Aproximadamente el 39% de los adolescentes presentaba al menos dos factores de riesgo para DM 2. La mayor parte de los factores de riesgo para DM 2 identificados en este estudio son modificables, por lo tanto, pasibles de intervenciones preventivas en el contexto escolar.The objective of this study was to identify risk factors for type 2 diabetes (DM2 in a population of private schools adolescents of Fortaleza - Brazil. A total 794 students aged 12 to 17 years, from

  16. Representa o sexo feminino um fator de risco para a revascularização do miocárdio (RM em nosso meio?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Forte Amarante

    2009-07-01

    Full Text Available Introdução: segundo Wenger, nos países desenvolvidos mais de 50% das mulheres morrem em consequência de doenças cardiovasculares. A morte súbita é responsável por 35% dessa mortalidade. Com a intenção de otimizar a terapêutica nos propusemos a conhecer o perfil da mulher operada em nosso Centro e estabelecer se o sexo representa um fator de risco isolado para a RM. Método: estudo de coorte histórico. População fonte com 83 pacientes, sendo o primeiro grupo (G1 formado por 23 mulheres e o segundo (G2 formado por 60 homens. Roteiro com 32 itens para coleta de dados. Análise univariada. Nível de significância de 5%. Aprovado pelo Comitê de Ética da Instituição. Resultados: no G1 a média de idade foi de 65,23±12,37 e IMC de 27,45±6,28. No G2 a média de idade foi de 61,69±10,15 e o IMC de 28,22±5,99. A análise univariada identificou: idade (P=0,045, peso (P=0,07, altura (P=0,128, IMC (P=0,895, angina (P=0,159, ICC (P=0,614, IAM prévio (P=0,395, diabetes (P=0,144, DPOC (P=0,890, tabagismo (P=0,819, dislipidemia (P=0,513, HAS (P=0,505, AVC pré (P=0,547, número de artérias lesadas (P=0,868, número de enxertos realizados (P=0,667, uso de CEC (P=0,104, IAM pós (P=0,159, assistência respiratória prolongada (P=0,768, AVC pós (P=0,577, insuficiência renal pós (p=0,083, reoperação por sangramento (p=0,321, sangramento (P=0,238, infecção pós (P=0,579, permanência hospitalar (P= 0,221 e óbito hospitalar (P=0,666. Conclusão: a revascularizada é uma paciente idosa (62,90±10,92, com sobrepeso, anginosa (97,6%, diabética (45,6%, hipertensa (62,30%, com IAM prévio (59,7%. A prevalência da doença coronária é maior no sexo masculino (2,6/1, e o sexo feminino não representou um fator de risco isolado para a revascularização do miocárdio.

  17. Fatores de risco para óbito em pacientes idosos gravemente enfermos Risk factors for death among critically ill elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Collyer Alves

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: A população idosa está aumentando em todo o mundo, assim como a necessidade de cuidados intensivos para os idosos. Existem poucos estudos que investiguem os fatores de risco para óbito em pacientes idosos gravemente enfermos. Este estudo teve o objetivo de investigar os fatores associados ao óbito em uma população de pacientes idosos gravemente enfermos admitidos a uma unidade de terapia intensiva no Brasil. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de coorte que incluiu todos os pacientes idosos (idade ≥ 60 anos admitidos a uma unidade de terapia intensiva em Fortaleza, Brasil, de janeiro a dezembro de 2007. Foi realizada uma comparação entre os sobreviventes e os não sobreviventes, e os fatores de risco para óbito foram investigados por meio de análise univariada e multivariada. RESULTADOS: Foi incluído um total de 84 pacientes, com uma média de idade de 73 ± 7,6 anos, sendo 59% do gênero feminino. A mortalidade foi de 62,8%. A principal causa de morte foi disfunção de múltiplos órgãos (42,3%, seguido por choque séptico (36,5% e choque cardiogênico (9,7%. As complicações durante a permanência na unidade de terapia intensiva associadas com óbito foram insuficiência respiratória (OR = 61; pBACKGROUND: The elderly population is increasing all over the world. The need of intensive care by the elderly is also increasing. There is a lack of studies investigating the risk factors for death among critically ill elderly patients. This study aims to investigate the factors associated with death in a population of critically ill elderly patients admitted to an intensive care unit in Brazil. METHODS: This is a retrospective cohort study including all elderly patients (>60 years admitted to an intensive care unit in Fortaleza, Brazil, from January to December 2007. A comparison between survivors and nonsurvivors was done and the risk factors for death were investigated through univariate and multivariate analysis. RESULTS: A

  18. Fatores de risco para absenteísmo com licença médica em trabalhadores da indústria de petróleo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nágila Soares Xavier Oenning

    2014-02-01

    Full Text Available OBJETIVO : Identificar fatores de risco para o absenteísmo com licença médica em trabalhadores de empresa de petróleo. MÉTODOS : Estudo caso-controle (120 casos e 656 controles aninhado a um estudo de coorte retrospectivo com todos os trabalhadores de uma empresa de petróleo na Região Norte-Nordeste do Brasil entre 2007 e 2009. A variável resposta utilizada para representar o absenteísmo com licença médica foi a incidência média de faltas com licenças médicas no período, definida pela razão entre o total de dias de licenças médicas e os dias potencialmente trabalháveis no período. Análise de regressão logística foi utilizada para investigar a associação entre incidência média de faltas > 5,0% no período e as variáveis sexo, cargo, idade, tempo de atuação, regime de trabalho, tabagismo, hipertensão arterial, índice de massa corporal, atividade física, risco coronariano, sono, glicemia, diabetes não controlado, doença do aparelho cardiovascular, digestivo, aparelho locomotor, neurológica, neoplasia, posturas forçadas no trabalho, satisfação com o trabalho, relacionamento com a chefia e atenção concentrada no trabalho. RESULTADOS : A incidência média de faltas com licenças médicas > 5,0% no período da coorte foi 15,5%. O modelo logístico revelou que trabalhadores com incidência média de faltas > 5,0% tiveram 2,6 vezes mais chance de ser do sexo feminino; 2,0 vezes mais chance de ser fumante; 1,8 vez mais chance de ser ex-fumante, 2,2 vezes mais chance de relatar sono anormal e 10,5 vezes mais chance de estarem insatisfeitos com o trabalho do que trabalhadores com incidência média de faltas ≤ 5,0% no período. CONCLUSÕES : Sexo feminino, ser fumante ou ex-fumante, estar insatisfeito com o trabalho e relatar sono anormal são bons preditores de absenteísmo ao trabalho por doença.

  19. Fatores de risco para nascimentos pré-termo em Londrina, Paraná, Brasil Risk factors for pre-term birth in Londrina, Paraná State, Brazil

    OpenAIRE

    Ana Maria Rigo Silva; Marcia Furquim de Almeida; Tiemi Matsuo; Darli Antonio Soares

    2009-01-01

    Objetivou-se identificar fatores de risco para nascimentos pré-termo por meio de estudo caso-controle populacional que envolve nascidos vivos hospitalares de mães residentes em Londrina, Paraná, Brasil. Os casos foram os 328 nascimentos pré-termo e os controles, uma amostra proporcional de 369 nascimentos com 37 semanas ou mais. Realizou-se análise de regressão logística múltipla hierarquizada. Verificou-se associação (p < 0,05) para as variáveis: sócio-econômicas - moradia em favela e baixa ...

  20. Avaliação dos fatores de crescimento insulinóides IGF-1 e IGFBP-3 em mulheres com alto risco para câncer de mama

    OpenAIRE

    Angela Francisca Trinconi da Cunha

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO: A crescente incidência de câncer de mama, que cada vez mais acomete mulheres jovens, tem despertado muito interesse no diagnóstico precoce e na busca do tratamento mais eficaz e minimamente agressivo. Da mesma forma, vem aumentando a parcela da população com alto risco para câncer de mama, para a qual as atenções têm se voltado no sentido de se encontrar um caminho que permita prevenir o surgimento da neoplasia. Inspirados por Peyrat, que primeiro associou o câncer de mama com a p...

  1. Influenza pandêmica A (H1N1 2009: fatores de risco para o internamento Pandemic influenza A (H1N1 2009: risk factors for hospitalization

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Lenzi

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os aspectos da influenza pandêmica A (H1N1 2009 em pacientes hospitalizados a fim de identificar os fatores de risco para o internamento e, consequentemente, para o agravamento da doença. MÉTODOS: Estudo observacional e retrospectivo realizado entre março e dezembro de 2010. Os dados foram coletados a partir do Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde. Foram incluídos somente os pacientes hospitalizados e não hospitalizados com confirmação laboratorial da infecção durante o período de estudo. As variáveis referentes às características demográficas e clínicas foram avaliadas estatisticamente a fim de comparar as taxas de internamento na presença ou na ausência desses fatores. Os fatores de risco foram identificados por regressão logística. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 4.740 pacientes com confirmação laboratorial da infecção. Desses, 1.911 foram internados, e 258 (13,5% foram a óbito. Os fatores de risco para o internamento foram idade (faixa etária de 20 a 29 anos, etnia negra ou indígena, presença de algumas comorbidades (cardiopatias, pneumopatias, nefropatias, hemoglobinopatia, imunodepressão, diabetes, obesidade, puerpério e tabagismo, número alto de comorbidades associadas, e alguns sintomas (dispneia, diarreia, vômito, dor torácica, hemoptise, pneumonia e sibilos. Níveis maiores de escolaridade e uso precoce do oseltamivir foram relacionados a fatores de proteção. A hospitalização contribuiu para o aumento da sobrevida. CONCLUSÕES: O conhecimento das características epidemiológicas que podem estar associadas a internação, gravidade da doença e mortalidade podem ser úteis na adoção de medidas preventivas e no diagnóstico e tratamento precoce da doença, colaborando para a diminuição dos óbitos e da necessidade de hospitalização.OBJECTIVE: To evaluate pandemic influenza A (H1N1 2009 in hospitalized patients in order to identify risk

  2. FATORES DE RISCO PARA CÂNCER CERVICAL E ADESÃO AO EXAME PAPANICOLAU ENTRE TRABALHADORAS DE ENFERMAGEM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Albertina Rocha Diógenes

    2012-01-01

    Full Text Available El objetivo fue verificar la presencia de factores de riesgo para el cáncer de cuello uterino e identificar la adhesión a la prueba colpocitologica en asistentes y técnicas de enfermería de 20 servicios de atención primaria de salud, en Fortaleza, Brasil. Estudio descriptivo, realizado de octubre/2008 a enero/2009, con 77 mujeres. La colecta de los datos ocurrió a través de entrevista estructuradas, quedándose disponibles en tablas y tratadas con frecuencia absoluta y relativa. Se encontró que 71,43% de las mujeres utilizaron anticonceptivos orales, 19,48% fuman o han fumado, 61,04% tuvieron su primera relación sexual entre los 15 y 20 años, 77,92% no hacían uso sistemático de preservativos; 22,07% conocían la importancia de la detección y 84,40% lo hacía a cada año. La mayoría se adhiere a los exámenes ginecológicos regulares, aunque algunas tienen factores de riesgo para el cáncer de cuello uterino. Se señala la necesidad de intervención educativa dirigida a estas mujeres.

  3. Estudos dos fatores de risco pré-operatórios para bacteriobilia em doentes portadores de colecistite aguda calculosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Linhares M.M.

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar uma associação entre o quadro clínico pré-operatório e os resultados das culturas de bile e da parece vesicular. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Foram estudadas 28 variáveis considerando-se história clínica, exame físico e investigação laboratorial em 38 doentes portadores de colecistite aguda calculosa, submetidos à cirurgia de urgência. Este estudo prospectivo foi realizado em 19 meses, entre novembro de 1995 a maio de 1997. Foram realizadas culturas para agentes anaeróbios e aeróbios, em três diferentes meios de cultura (BACTEC 9240, BHI e HEMOBAC. RESULTADOS: Foram isoladas bactérias em pelo menos um meio de cultura em 68,2% dos doentes. Pela análise univariada, foram identificadas cinco variáveis pré-operatórias como preditivas de bacteriobilia: idade acima de 55 anos, temperatura diferencial axilo-retal maior do que 0,4°C, leucocitose acima de 12000 cels/mm³, neutrofilia acima de 75% e neutrófilos bastonetes acima de 4%. Devido ao pequeno tamanho da amostra, não pôde ser observada significância estatística por regressão logística, embora pudesse ser observada em 98% uma tendência para determinação pré-operatória dos indivíduos com cultura positiva por meio do modelo baseado na idade e porcentagem de neutrófilos bastonetes. Pela análise em conjunto dos fatores preditivos, pôde-se observar que doentes com mais de um fator preditivo têm uma possibilidade significantemente maior para cultura positiva, quando comparado com aqueles com fator preditivo de bacteriobilia. CONCLUSÃO: Conclui-se, portanto, que pela utilização de dados facilmente disponíveis em doentes com colecistite aguda calculosa, a bacteriobilia pode ser previsível no pré-operatório,.

  4. Fatores de risco para óbito neonatal obtidos pelo modelo de regressão multivariado de Cox

    OpenAIRE

    2011-01-01

    OBJETIVO: Identificar os fatores associados ao óbito neonatal em São José dos Campos (SP). MÉTODOS: Estudo epidemiológico do tipo longitudinal para o qual foi construído um banco de dados com informações do recém-nascido e da mãe obtidas a partir das Declarações de Nascido Vivo e de Óbito de neonatos de mães residentes em São José dos Campos, nos anos de 2003 e 2004. Definiu-se como variável dependente o óbito até o 28º dia após o nascimento. A análise multivariada, utilizando o modelo de Cox...

  5. Análise e avaliação de riscos para a segurança e saúde no trabalho do processo frutícola pós-colheita

    OpenAIRE

    Jorge, André Reduto Monteiro dos Santos

    2014-01-01

    A presente dissertação propõe a realização de uma Análise e Avaliação de Risco para a Segurança e Saúde no Trabalho do processo frutícola pós-colheita. Este trabalho visa analisar e avaliar todos os perigos e riscos a que os trabalhadores estão sujeitos aquando da execução das seis atividades que constituem o processo. As atividades estudadas foram: a receção e pesagem da fruta vinda do campo, tratamento pós-colheita, armazenagem da fruta em câmaras de refrigeração de frio normal e atmosfera ...

  6. Associação entre uso de anticoncepcional combinado oral e prevalencia de fato res que contribuem para o risco de complicação durante seu uso

    OpenAIRE

    Carlos Alberto Petta

    1992-01-01

    Resumo: Durante a campanha de vacinação contra poliomielite em 1989, foram distribuídos questionários contendo perguntas pessoais como idade, paridade, hábito de fumar e presença de doenças que contribuem para o risco de uso de anticoncepcional combinado oral (A.C.O.). Estes questionários foram preenchidos por 5.317 usuárias e 8.863 não-usuárias do método. A freqüência destes fatores e doenças de risco foi comparada entre as usuárias e as não-usuárias. Um total de 50,2% das usuárias e 55,6% d...

  7. O tabagismo como fator de risco para as doenças periodontais: aspectos microbiológicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    GAETTI-JARDIM JÚNIOR Elerson

    1998-01-01

    Full Text Available O fumo é considerado importante fator predisponente para muitas doenças, incluindo-se as periodontopatias. Desde que as doenças periodontais representam a inter-relação entre os fatores de virulência da microbiota subgengival sobre um hospedeiro susceptível, foi objetivo avaliar a freqüência de isolamento de três periodontopatógenos em indivíduos sadios e pacientes com doença periodontal, fumantes ou não, com níveis variados de higiene bucal; verificar a relação entre o número de microrganismos produtores de sulfeto de hidrogênio na placa subgengival de fumantes e não fumantes e sua condição clínica. Foram examinados 189 pacientes e indivíduos sadios, dos quais 60 foram selecionados para análise microbiológica. O índice de placa foi registrado de acordo com o índice de O'Leary e os espécimes de placa subgengival coletados e processados de acordo com SLOTS35 (1982. A identificação dos isolados foi obtida pelas suas características morfocelulares, morfocoloniais e bioquímico-fisiológicas. Verificou-se que a freqüência de isolamento dos bastonetes anaeróbios produtores de pigmento negro, Fusobacterium nucleatum e bactérias produtoras de sulfeto de hidrogênio foi similar entre fumantes e não fumantes, sendo mais elevada nos pacientes com doença periodontal. Já Actinobacillus actinomycetemcomitans foi isolado mais freqüentemente em sadios fumantes do que sadios não fumantes.

  8. Smoking and other pre-gestational risk factors for spontaneous preterm birth Tabagismo e outros fatores de risco pré-gestacional para nascimento espontâneo prematuro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eugênio Grillo

    2011-12-01

    Full Text Available OBJECTIVES: to investigate pre-gestational risk factors for spontaneous preterm birth and, the role of smoking and its cumulative effects on prematurity. METHODS: a case-control study analyzed a data set of all births occurring in a tertiary maternity hospital between April 2002 and July 2004. Spontaneous preterm births of single and live newborns without malformations were selected as cases. Controls were all the term births of live and single newborns without malformations during the same period. Three outcomes were studied: all preterm births (OBJETIVOS: investigar fatores de risco pré-gestacional para nascimento espontâneo prematuro e o papel do tabagismo e seus efeitos cumulativos na prematuridade. MÉTODOS: um estudo transversal baseado em um banco de dados maternos e perinatais, analisou todos os nascimentos ocorridos, em um hospital terciário, no período de abril de 2002 a julho de 2004. Nascimentos prematuros, únicos e espontâneos, de nascidos vivos, sem malformações, foram selecionados como casos. Controles foram selecionados como nascidos vivos e a termo, únicos e sem malformações durante o mesmo período. Três desfechos foram estudados: todos nascimentos prematuros com menos de 37 semanas, aqueles com menos de 35 e 32 semanas de gestação. Regressão Logística foi utilizada na determinação do efeito independente de cada um dos fatores de risco. RESULTADOS: idade materna de menos de 20 anos, baixa escolaridade, baixo índice de massa corporal pré-gestacional e tabagismo se mostraram independente e significativamente associados com nascimento espontâneo e prematuro para os três desfechos. Para todos os fatores de risco, exceto tabagismo materno, as razões de chance aumentaram linearmente com o decréscimo da idade gestacional. O teste para tendência linear se mostrou significante para idade materna de menos de 20 anos e para baixo índice de massa corporal pré-gestacional. CONCLUSÕES: os efeitos cumulativos do

  9. Polimorfismo do receptor de progesterona como fator de risco para o parto prematuro The progesterone receptor gene polymorphism as factor of risk for the preterm delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tenilson Amaral Oliveira

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: investigar a associação entre o polimorfismo do gene do receptor da progesterona (PROGINS e o risco de parto prematuro. MÉTODOS: estudo caso-controle, para o qual foram selecionadas 57 pacientes com antecedente de parto prematuro (Grupo Caso e 57 pacientes com parto a termo na gravidez atual e sem antecedentes de parto prematuro (Grupo Controle. Foi realizada a coleta de 10 mL de sangue por venopunção de veia periférica para extração de DNA. As genotipagens foram feitas por reação em cadeia de polimerase (PCR nas condições de ciclagem específicas para o polimorfismo em estudo seguida de eletroforese em gel de agarose a 2%. Foram determinados três genótipos: selvagem (T1/T1, heterozigoto (T1/T2 e mutado (T2/T2. As frequências genotípicas e alélicas dos dois grupos foram comparadas pelo teste do χ² adotando-se, com o nível de significância, valor pPURPOSE: to investigate the association between gene polymorphism of the progesterone receptor (PROGINS and the risk of premature birth. METHODS: In this case-control study, 57 women with previous premature delivery (Case Group and 57 patients with delivery at term in the current pregnancy and no history of preterm delivery (Control Group were selected. A 10 mL amount of peripheral blood was collected by venipuncture and genomic DNA was extracted followed by the polymerase chain reaction (PCR under specific conditions for this polymorphism and 2% agarose gel electrophoresis. The bands were visualized with an ultraviolet light transilluminator. Genotype and allele PROGINS frequencies were compared between the two groups by the χ2 test, with the level of significance set at value p<0.05. The Odds Ratio (OR was also used, with 95% confidence intervals. RESULTS: PROGINS genotypic frequencies were 75.4% T1/T1, 22.8% T1/T2 and 1.8% T2/T2 in the Group with Preterm Delivery and 80.7% T1/T1, 19.3% T1/T2 and 0% T2/T2 in the term Delivery Group. There were no differences between

  10. Is MTHFR polymorphism a risk factor for Alzheimer's disease like APOE? Polimorfismo da MTHFR é um fator de risco para demência de Alzheimer como APOE?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liana Lisboa Fernandez

    2005-03-01

    Full Text Available BACKGROUND: The role of methylenetetrahydrofolate reductase (MTHFR gene polymorphisms as risk factors for the occurence of Alzheimer's disease (AD is still controversial: OBJECTIVE: To verify the association between MTHFR and apolipoprotein E (APOE polymorphisms and Alzheimer's disease. METHOD: This work was conducted as a case-control study. Cases included thirty patients with probable AD. Controls were constituted by 29 individuals without dementia according to neuropsychological tests paired to age, sex, race and educational level. DNA was isolated from peripheral leukocytes of anticoagulated venous blood. Genotyping of APOE and MTHFR were performed by DNA amplification and digestion. The frequences of APOE and MTHFR genotypes were submitted by chi-square test corrected by Fisher test; the APOE genotypes, to chi-square linear tendency test and the frequences of MTHFR mutant and AD, by stratificated anlysis adjust by Mantel-Haenszel method. RESULTS: There was significant difference about APOE4 and APOE2 in the groups. (p=0.002 The odds ratio increased exponentially with the increased number of E4 allele (chi2 linear tendency test. No significant difference was detected on MTHFR genotypes in both case and control groups. CONCLUSION: The APOE4 is a risk factor and demonstrated a dose-depenent effect while APOE2 allele conferred a protection to AD. The MTHFR mutation had no correlation with AD.INTRODUÇÃO: O papel do polimorfismo do gene da metilenotetrahidrofolato redutase (MTHFR como um fator de risco para demência de Alzheimer (DA é controverso ainda. OBJETIVO: Verificar a associação entre os polimorfismos da MTHFR e apolipoproteína E (APOE e DA. MÉTODO: O trabalho foi conduzido como um estudo caso-controle. Trinta pacientes com DA provável foram incluídos no grupo caso. Vinte e nove indivíduos sem demência comprovadas por testes neuropsicológicos, emparelhados pela idade, sexo, cor e nível educacional constituíram o grupo

  11. Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos Dementia as risk factor for severe bone fractures among the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Mesquita Carvalho

    2002-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As quedas entre pessoas idosas constituem importante problema de saúde pública devido à sua alta incidência, às complicações para a saúde e aos altos custos assistenciais. O estudo realizado visa a estimar a associação entre demência e ocorrência de quedas e fraturas entre idosos. MÉTODOS: Foi conduzido estudo caso-controle de 404 indivíduos com 60 ou mais anos de idade, da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Casos e controles foram pareados por idade, sexo e hospital. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada com os idosos. Foram considerados portadores de quadro demencial idosos cuja pontuação no questionário BOAS fosse superior a dois. Foram obtidos odds ratios (OR ajustados por fatores potenciais de confusão, utilizando-se regressão logística condicional. RESULTADOS: As quedas distribuíram-se igualmente entre os períodos da manhã, tarde e noite, havendo uma redução em sua freqüência durante a madrugada. Acidentaram-se dentro de casa 78% dos idosos com demência, contra 55% daqueles sem essa doença. O OR não-ajustado para a associação entre demência e fratura grave foi de 2,0 (IC95%, 1,23-3,25. Após o ajuste por fatores de confusão, houve uma pequena redução dessa associação (OR=1,82, 1,03-3,23. CONCLUSÃO: Idosos com quadro demencial apresentam maior risco de caírem e ser hospitalizados por fratura do que idosos sem demência. Tal fato implica a necessidade de cuidados especiais com esses indivíduos, visando a minimizar o risco desses acidentes.INTRODUCTION: Falls among elderly represent an important public health concern due to its high incidence, health implications, and medical care costs. The study aims to assess the association between dementia and bone fracture risk after falls among the elderly. METHODS: A case-control of 404 subjects aged 60 years old or more living in Rio de Janeiro, Brazil, was carried out. Cases and controls were matched by age, sex, and

  12. Exploração de fatores de risco para lesões no atletismo de alta performance Finding of risk factors for injuries in high performance athletics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Marcelo Pastre

    2007-06-01

    Full Text Available Os fatores de risco para instalação de lesões do esporte têm sido pesquisados no sentido de facilitar o entendimento sobre o assunto. Contudo, para altos níveis de performance, nos eventos de pista e campo do atletismo, são escassos os documentos que abordam o tema. Assim, a partir da possibilidade de reunir informações sobre a condição descrita, objetivou-se com o presente estudo a exploração de fatores de risco para lesões desportivas no atletismo, a partir de inquérito aplicado a atletas da elite mundial da modalidade. A população foi composta por 60 homens e 60 mulheres alocados em grupos conforme a especificidade de sua modalidade (velocidade, resistência, arremessos e saltos. Realizou-se entrevista utilizando-se de inquérito de morbidade referida, abordando questões sobre variáveis antropométricas e de treinamento, assim como lesões. Utilizou-se a técnica da análise de variância paramétrica para as variáveis antropométricas (idade, peso, estatura e da técnica da análise de variância não paramétrica em relação às variáveis de treinamento (anos de treinamento e horas semanais. Para associação entre momento de lesão e especialidades, utilizou-se do teste de Goodman em nível de 5% de significância. Os resultados mostraram que houve elevada freqüência de lesões na modalidade em ambos os sexos. As taxas de lesão por atleta entrevistado foram de 0,92 (velocidade, 1,08 (resistência, 1,22 (saltos e 1,20 (arremessos. Não houve diferença estatisticamente significante para as variáveis antropométricas e de treinamento em relação às provas, com exceção dos saltadores, que apresentaram diferenças para estatura e tempo de treinamento; nesse caso, os acometidos são mais altos ou praticam atletismo há menos tempo (P The risk factors for installation of sports injuries have been researched to facilitate the understanding about the issue. However, for high performance levels, in the track and field

  13. Política de estabilização de renda para a agricultura familiar: uma análise de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Silva Oliveira

    2005-03-01

    Full Text Available Os produtores familiares foram prejudicados pelas políticas de substituição de importações e de modernização da agricultura, sofrendo com elevadas transferências de renda para fora do setor. Uma forma de ressarci-los seria implementando uma política de estabilização de renda que asseguraria rentabilidade estável aos produtores. O objetivo deste artigo é determinar os benefícios de uma política de estabilização de renda implementada na agricultura familiar para agricultores e consumidores de arroz, feijão, milho e mandioca, e os custos para agricultores comerciais nesses mercados. Utilizou-se o modelo de Newbery e Stiglitz, que considera a redução do risco com a política de estabilização de renda. A política implicaria aumento de receita para produtores familiares. Os benefícios de transferência superariam os de eficiência para produtores familiares e consumidores. Os benefícios para a agricultura familiar superariam os custos da agricultura comercial com a política nos mercados de feijão, mandioca e milho, e os benefícios totais superariam os custos totais nos mercados de feijão e milho, ao contrário ocorreria nos mercados de arroz e mandioca, embora neste fosse pequena a diferença. Conclui-se que a implementação da política seria viável nos mercados onde a participação da agricultura familiar fosse maior que a da comercial e naqueles importadores.Income transfers from family farm to nonagricultural sectors occurred due to imports to substitution policy. A way of compensating this segment could be set by an income stabilization policy that would improve the income distribution in the agricultural sector. Also it could assure a stable profitability to farmers. The objective of this paper is to determine the benefits of an income stabilization policy implemented to the family farms producing rice, beans, corn and cassava. The research also aims to determine the costs of this policy for commercial farmers

  14. Análise das subescalas de Braden como indicativos de risco para úlcera por pressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dóris Baratz Menegon

    2012-01-01

    Full Text Available Estudio transversal con objetivo de identificar la puntuación de sub escalas que evalúan el riesgo para la úlcera por presión en la aplicación de la Escala de Braden, y asociarlas a los motivos de hospitalización, comorbilidades y características demográficas de pacientes adultos. La muestra fue de 187 pacientes con riesgo de úlcera por presión con un puntaje total ≤13 en la referida escala. Los datos fueron recolectados retrospectivamente en fichas que contiene la Escala de Braden y en los registros médicos, analizados por estadística descriptiva y test de Mann-Whitney y Spearman. La mayoría eran mujeres, ancianos, con enfermedades cerebrovasculares, pulmonares, cardiovasculares, metabólicas y cáncer. Los puntajes verificados por las sub escalas apuntaron pacientes con movilidad y actividad limitadas, nutrición alterada, problemas de fricción, alteración de la percepción sensorial y humedad. Estos resultados nos permiten apoyar la calificación de la prevención de úlceras por presión.

  15. FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM IDOSOS DE UM MUNICÍPIO DO INTERIOR DE MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Aleixo Diniz

    2013-01-01

    Full Text Available Este estudio tuvo como objetivo describir las características sociodemográficas de los adultos mayores en una ciudad pequeña, identificar la prevalencia de factores de riesgo cardiovascular y compararlos entre el sexo y edad. Fue un estudio de prevalencia, transversal, que consta de 134 adultos mayores. La recolección de datos se llevó a cabo entre abril y junio/2009 a través de entrevistas y de prospección de los datos antropométricos. Para el análisis se utilizaron frecuencias simples y la prueba de chi-cuadrado (p<0,05. Entre los adultos mayores el 50% tenían 60-70 años, el 57,5% eran mujeres, y el 58,2% estaban casados. Los factores de riesgo más prevalentes fueron: la circunferencia abdominal aumentada (77,6%, hipertensión (67,2% y sedentarismo (59,7%. El sedentarismo (p=0,012 y el aumento de circunferencia abdominal (p<0,001 presentaron una mayor proporción entre las mujeres ancianas.

  16. Via de parto e risco para mortalidade neonatal em Goiânia no ano de 2000 Obstetric delivery and risk of neonatal mortality in Goiânia in 2000, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margareth Rocha Peixoto Giglio

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar os fatores responsáveis pela associação entre via de parto normal e maior mortalidade neonatal, em coorte de recém-nascidos. MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectiva, constituído por meio do sistema de linkage a partir dos arquivos do Sistema de Informações de Nascimentos e do Sistema Informações de Mortalidade, onde foram incluídos todos os recém-nascidos de Goiânia, no ano de 2000. Foi realizada análise estratificada da via de parto e das categorias de hospital de nascimento por fatores de risco para a mortalidade neonatal, com cálculo do Risco Relativo, com nível de significância de 5%. As associações estatísticas foram analisadas utilizando o teste qui-quadrado com nível de significância de 5%. RESULTADOS: O parto normal foi mais realizado que o operatório em situações de maior risco para a morte neonatal. Os hospitais públicos, onde o parto normal foi mais freqüente, atenderam a população de maior risco para a morte neonatal. Os hospitais privados sem atendimento ao Sistema Único de Saúde realizaram a cesariana em 84,9% dos casos. Nesses serviços, o parto normal foi realizado principalmente em situações de risco para a morte neonatal como: prematuridade extrema e muito baixo peso ao nascer. CONCLUSÕES: A associação entre parto normal e maior ocorrência de óbito neonatal decorreu de viés de seleção devido à distribuição das gestantes na rede hospitalar e, ainda, da realização quase universal de cesarianas em gestações de baixo risco e do parto normal nas gestações de alto risco para a morte neonatal.OBJECTIVE: To determine factors associated to vaginal delivery and increased neonatal mortality in cohort studies of newborns. METHODS: A retrospective cohort study was carried out using linkage data from the Information System on Live Births and Mortality Data System database, which included all newborns in Goiânia for the year 2000. A stratified analysis of delivery routes

  17. Avaliação neurocognitiva dos estados de risco ultra-alto de psicose usando a bateria MATRICS (Medição e Pesquisa de Tratamento para Melhorar Cognição na Esquizofrenia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Serrani

    2011-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Diversos déficits neuropsicológicos têm sido detectados em indivíduos com risco ultra-alto de desenvolver psicose, mas o melhor instrumento neuropsicológico para detectar esses déficits está ainda para ser determinado. OBJETIVOS: Avaliar o perfil neuropsicológico de indivíduos em risco ultra-alto de psicose (UHRP usando a bateria MATRICS, em comparação com controles combinados por idade, gênero e quociente de inteligência. MÉTODO: O funcionamento neuropsicológico foi medido em 27 pacientes em UHRP e 38 controles usando a bateria MATRICS. UHRP foi diagnosticado usando a escala para Avaliação Cognitiva de Estados Mentais em Risco (CAARMS, e tanto o funcionamento social como o global também foram avaliados. As comparações entre grupos foram estabelecidas usando ANOVA, ANCOVA e correlação de Pearson. RESULTADOS: Os sujeitos em UHRP marcaram 0,5 a 1,7 desvios-padrão abaixo dos controles na memória de trabalho, aprendizagem verbal e visual e cognição social. CONCLUSÃO: Indivíduos em UHRP apresentam déficits seletivos no funcionamento neurocognitivo quando comparados com controles, que podem ser detectados com MATRICS. Esse instrumento parece ser útil para a detecção temporã de estados de UHRP.

  18. Indicadores de risco para perda auditiva em neonatos e lactentes atendidos em um programa de triagem auditiva neonatal Risk indicators for hearing loss of newborns and infants in a newborn hearing screening program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana Maria Sobral Griz

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever os indicadores de risco para perda auditiva presentes em neonatos e lactentes que realizaram a Triagem Auditiva Neonatal no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, nascidos em 2008. MÉTODOS: foram pesquisados os 787 neonatos e lactentes que realizaram a Triagem Auditiva Neonatal no citado Hospital, nascidos em 2008. Foi montado um banco de dados com informações do formulário com histórico familiar e clínico dos pesquisados e resultado da triagem, para análise dos indicadores de risco. RESULTADOS: os indicadores de risco mais prevalentes na população estudada foram presença de hiperbilirrubinemia, nascimento pré-termo, baixo peso ao nascimento, uso de medicamento durante o período gestacional, permanência em Unidade de Terapia intensiva e presença de infecções intra-uterinas durante a gestação. Os indicadores de risco para perda auditiva com associação estatisticamente significante com o resultado falha na triagem foram nascimento pré-termo, baixo peso, permanência em Unidade de Terapia Intensiva, uso de ventilação mecânica e uso de medicamento ototóxicos. CONCLUSÃO: houve ocorrência de indicadores de risco pré, peri e pós-natais, porém apenas foi encontrada significância estatística entre alguns indicadores peri e pós-natais e a falha na triagem.PURPOSE: to characterize neonates and infants who were born in 2008 and have been submitted to the Newborn Hearing Screening Program of the Federal University of Pernambuco Hospital according to the presence of risk factors related to hearing loss. METHODS: a total of 787 newborns took part in the study. Information from clinical charts and tests results were collected in order set up a database. RESULTS: the most prevalent risk factors for hearing loss in the related population was hyperbilirubinemia, prematurity, low weigh at birth, use of medication during pregnancy, presence of diseases during pregnancy and permanence in a

  19. Prevalência de indicadores de risco para surdez em neonatos em uma maternidade paulista Prevalence of deafness risk indicators in newborns in a São Paulo' upcountry materninty hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bárbara Carolina Teixeira Amado

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar os indicadores de risco para perda auditiva em recém-nascidos de um hospital da rede pública de Campinas - São Paulo, no período de julho de 2007 a janeiro de 2008. MÉTODOS: a amostra foi composta por 589 protocolos de neonatos avaliados no Programa de Triagem Auditiva Neonatal Universal, no período. RESULTADOS: do total de protocolos estudados, 152 (25,8% evidenciaram presença de indicadores de risco para surdez em neonatos. Dentre eles, os mais prevalentes, em ordem decrescente, foram: antecedentes familiares (26,3%, boletim Apgar de 0 a 4 no primeiro minuto (23,6%, uso de medicamentos ototóxicos (23,6%, permanência em incubadora (22,3%, hiperbilirrubinemia (21,7% e permanência em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (18,4%. CONCLUSÃO: o número de indicadores de risco encontrados por neonato variou de um a seis. Dentre os neonatos com indicadores de risco, apenas um bebê falhou nas três avaliações realizadas na triagem auditiva, sendo que, de acordo com seu protocolo, ele apresentava três indicadores de risco para surdez.PURPOSE: to identify the hearing loss risk indicators in newborns at a public hospital facility in Campinas - São Paulo, in the period from July 2007 to January 2008. METHODS: sample composed of 589 protocols of newborns evaluated in the Program of Universal Hearing Screening during the considered period. RESULTS: 152 protocols (25.8% showed hearing loss risk indicators. Among them, the most prevalent were, in decreasing order: family antecedents (26.3 %; Apgar index from 0 to 4 in the first minute (23.6%; ototoxic drug use (23.6 %, incubator permanence (22.3%, hyperbilirubinemia of the newborn (21.7% and permanence in Neonatal Intensive Care Unit (18.4%. CONCLUSION: the number of risk indicators found per newborn ranged from 1 to 6. Among the newborns with hearing loss risk indicators, just one baby failed in the three evaluations conducted in the hearing screening program. This baby

  20. Estratégias para promover segurança do paciente: da identificação dos riscos às práticas baseadas em evidências

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Meneses Oliveira

    2014-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar e analisar estratégias para promover a segurança do paciente na perspectiva de enfermeiros assistenciais. Métodos: Estudo descritivo, qualitativo, desenvolvido em hospital público de Fortaleza - CE. A coleta de dados procedeu-se mediante entrevista semiestruturada com 37 enfermeiros, analisada segundo o referencial da análise de conteúdo. As estratégias identificadas para promoção da segurança do paciente foram apresentadas em três categorias: 1. Identificação dos principais riscos relacionados à assistência de enfermagem, 2. Incorporação de práticas seguras e baseadas em evidências e 3. Levantamento de barreiras e oportunidades para um cuidado seguro. Resultados: Os participantes identificaram riscos físicos/químicos, clínicos, assistenciais e institucionais, além de barreiras e oportunidades que implicam na (in segurança do paciente. Por outro lado, referiram práticas embasadas em metas internacionais divulgadas pela Organização Mundial de Saúde. Conclusão: Sugere-se a inclusão e a participação ativa destes profissionais em uma gestão compartilhada para a implantação da cultura de segurança.

  1. Comportamentos de risco para a saúde entre adolescentes em conflito com a lei Health risk behavior among young offenders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Alves de Sena

    2008-10-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi investigar as condutas de saúde entre adolescentes em conflito com a lei, internos em instituição de atendimento sócio-educativo em município da região metropolitana do Recife, Pernambuco, Brasil. A amostra foi composta por 241 jovens do sexo masculino, de 12 a 18 anos de idade. Para a coleta de dados, utilizou-se uma versão reduzida do questionário de autopreenchimento utilizado pelo Centers for Disease Control and Prevention dos Estados Unidos, traduzido e adaptado para jovens brasileiros. Entre os jovens pesquisados, 79,7% afirmaram ter portado arma, assim como 52,7% estiveram envolvidos em briga com agressão física nos últimos 12 meses. Verificou-se que a maioria dos jovens pesquisados era usuário de tabaco (87,6% e álcool (64,7%. Grande parte dos jovens afirmou já ter experimentado algum produto inalante na vida (68,9% e ter feito uso de maconha (81,3%. A maioria dos jovens (95,4% já tinha tido relação sexual, em geral com mais de um parceiro. Os jovens em situação de conflito com a lei apresentaram vários comportamentos de risco à saúde em percentuais elevados.The objective of this study was to investigate health risk behavior among teenage offenders committed to a social-educational institution in a city in Greater Metropolitan Recife, Pernambuco State, Brazil. The sample included 241 males 12-18 years of age. Data were collected with a brief self-completed questionnaire used by the Centers for Disease Control and Prevention, translated and adapted for young Brazilians. 79.7% of subjects reported having carried a gun and 52.7% had been in fights involving physical aggression in the previous 12 months. Most of the young offenders smoked cigarettes (87.6% and consumed alcohol (64.7%. The majority reported having sniffed inhalants (68.9%, and 81.3% had smoked marijuana. The vast majority (95.4% reported being sexually initiated, most having had sex with more than one partner. Young offenders

  2. O uso de dados de alta freqüência na estimação da volatilidade e do valor em risco para o IBOVESPA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Maurício de Souza Moreira

    2004-03-01

    Full Text Available Este artigo investiga o uso de dados de alta freqüência na estimação das volatilidades diária e intradiária do IBOVESPA e no cálculo do valor em risco (VaR. Os modelos GARCH e EGARCH são usados em conjunto com métodos determinísticos de filtragem de sazonalidade para a previsão da volatilidade e do VaR intradiários. Uma comparação com o método não-paramétrico baseado no quantil empírico é efetuada. No cálculo do VaR diário, dois métodos simples de previsão buscam captar a informação de volatilidade contida nos dados de alta freqüência. O primeiro utiliza o desvio padrão amostral com janela móvel e o segundo faz uso da técnica de alisamento exponencial. Alguns métodos tradicionais aplicados a dados diários são usados para comparação. No cálculo do VaR diário, os dois métodos baseados em dados intradiários apresentaram bom desempenho. No cálculo do VaR intradiário, os resultados mostram que a filtragem do padrão sazonal é indispensável à obtenção de medidas úteis de volatilidades com o uso dos modelos GARCH e EGARCH.This paper investigates the use of high frequency data in the estimation of daily and intraday volatility, in order to compute value at risk (VaR forecasts for the IBOVESPA. GARCH models and deterministic methods for the filtering of seasonal patterns are used in the computation of intraday volatility and VaR forecasts. A comparison with a non-parametric method based on the empirical quantile is done. For daily VaR two simple methods seek to extract the volatility information conveyed by the high frequency data. The first method is based on the sample standard deviation with a moving window, while the second is based on exponencially weighted moving average. Some traditional methods applied to daily data are used for benchmarking. Both methods tested present good performance. For intraday VaR the results indicate that the filtering of the seasonal pattern is a fundamental step in

  3. Fatores de risco para sobrepeso em crianças no Sul do Brasil Risk factors for overweight in children from Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes Drachler

    2003-08-01

    Full Text Available Estudo transversal de base populacional investigou determinantes de sobrepeso em crianças de 12 a 59 meses em Porto Alegre (n = 2.660. Razões de chance (RC de sobrepeso, definido por peso/altura > 2 escores-z do padrão NCHS, foram estimadas para condições sócio-econômicas e demográficas, ambiente social imediato e eventos de saúde da criança. A prevalência de sobrepeso foi 6,5%. No modelo multivariado, a chance de sobrepeso na criança associou-se positivamente à escolaridade materna (escolaridade > 12 anos, RC = 2,36; IC95%: 1,21-4,60; 9-11 anos, RC = 2,07; IC95%: 1,16-3,70 e à renda familiar per capita > 2 salários mínimos (RC = 1,86; IC95%: 1,13-3,08 e negativamente ao trabalho materno remunerado (RC = 0,72; IC95%: 0,52-0,99. A chance foi maior para os nascidos grandes para idade gestacional (RC = 2,29; IC95%: 1,36-3,85 e menor para os nascidos pequenos (RC = 0,57; IC95%: 0,33-0,99, comparados aos nascidos com peso adequado. Escolaridade paterna, qualificação profissional dos pais e idade materna ao nascimento da criança evidenciaram efeito somente no modelo bruto. São necessários programas para prevenir sobrepeso em crianças, com especial atenção às famílias e crianças em maior risco.Risk factors for overweight were investigated in a cross-sectional survey of children aged 12-59 months in the Southern Brazilian city of Porto Alegre (n = 2,660. Odds ratios (OR for overweight, defined by weight/height > 2 z-scores of the NCHS standards, were estimated for socioeconomic and demographic conditions, social environment, and childhood health events. Prevalence of overweight was 6.5%. In the multivariate model, the odds of overweight were positively associated with maternal education (schooling > 12 years, OR = 2.36; 95%CI: 1.21-4.60; 9-11 years, OR = 2.07; 95%CI: 1.16-3.70 and family income per capita > 2 times the minimum wage (OR = 1.86; 95%CI: 1.13-3.08 and negatively associated with maternal work (OR = 0.72; 95%CI: 0

  4. Is adolescent pregnancy a risk factor for low birth weight? Embarazo en la adolescencia es factor de riesgo para el bajo peso al nacer? Gravidez na adolescência é fator de risco para o baixo peso ao nascer?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alzira Maria D'avila Nery Guimarães

    2013-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate whether adolescent pregnancy is a risk factor for low birth weight (LBW babies. METHODS: This was a cross-sectional study of mothers and their newborns from a birth cohort in Aracaju, Northeastern Brazil. Data were collected consecutively from March to July 2005. Information collected included socioeconomic, biological and reproductive aspects of the mothers, using a standardized questionnaire. The impact of early pregnancy on birth weight was evaluated by multiple logistic regression. RESULTS: We studied 4,746 pairs of mothers and their babies. Of these, 20.6% were adolescents (OBJETIVO: Evaluar el embarazo en la adolescencia como factor de riesgo para bajo peso al nacer. MÉTODOS: Estudio transversal incluido en una cohorte de puérperas y sus respectivos recién nacidos, en las cuatro maternidades de Aracaju, SE (Brasil, de marzo a julio de 2005. Se estudiaron 4.646 pares de madres/recién nacidos. Los datos se colectaron consecutivamente durante cuatro meses. Variables sociales, biológicas y asistenciales se obtuvieron por medio de cuestionario estandarizado. Se realizó regresión logística múltiple, con control de factores de confusión y de modificación. RESULTADOS: Del total analizadas, 20,6% eran adolescentes (OBJETIVO: Avaliar a gravidez na adolescência como fator de risco para baixo peso ao nascer. MÉTODOS: Estudo transversal incluído numa coorte de puérperas e seus respectivos recém-nascidos, nas quatro maternidades de Aracaju, SE, de março a julho de 2005. Os dados foram coletados consecutivamente durante quatro meses. Variáveis sociais, biológicas e assistenciais foram obtidas por meio de questionário padronizado. Foi realizada regressão logística múltipla, com controle de fatores de confusão e de modificação. RESULTADOS: Foram estudados 4.746 pares de mães/recém-nascidos. Dessas, 20,6% eram adolescentes (< 20 anos. As mães adolescentes apresentaram piores

  5. Fatores de risco para lesão renal aguda após cirurgia cardíaca Risk factors for acute renal failure after heart surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfredo José Rodrigues

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco associados à lesão renal aguda em pacientes com níveis séricos normais de creatinina sérica que foram submetidos à revascularização cirúrgica do miocárdio e/ou cirurgia valvar. MÉTODOS: Os dados de uma coorte de 769 pacientes foram analisados utilizando análise bivariável e regressão logística binária. RESULTADOS: Trezentos e oitenta e um pacientes foram submetidos à revascularização isolada, 339 a cirurgia valvar e 49 a ambas. Quarenta e seis por cento dos pacientes eram do sexo feminino e a idade média foi 57 ± 14 anos. Setenta e oito (10% pacientes apresentavam disfunção renal no pósoperatório, 23% destes necessitaram hemodiálise. A mortalidade geral foi 10%. A mortalidade para pacientes com disfunção renal pós-operatória foi de 40% (versus 7%, P 120 minutos (P = 0,001, OR: 7,040, doença arterial periférica (P = 0,107, 2,296. CONCLUSÃO: A disfunção renal foi a disfunção orgânica pós-operatória mais frequente em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio e/ou cirurgia valvar e idade, presença de insuficiência cardíaca, DPOC, endocardite, infarto do miocárdio 120 minutos foram os fatores de risco independentemente associados à lesão renal aguda.OBJECTIVE: The aim of the present study was to identify risk factors for acute renal failure in patients with normal levels of serum creatinine who had undergone coronary artery bypass graft (CABG surgery and/or valve surgery. METHODS: Data from a cohort of 769 patients were assessed using bivariate analyses and binary logistic regression modeling. RESULTS: Three hundred eighty one patients underwent CABG, 339 valve surgery and 49 had undergone both simultaneously. Forty six percent of the patients were female and the mean age was 57 ± 14 years (13 to 89 years. Seventy eight (10% patients presented renal dysfunction postoperatively, of these 23% needed hemodialysis (2.4% of all patients. The mortality for

  6. Fatores de risco para trauma vascular durante a quimioterapia antineoplásica: contribuições do emprego do risco relativo Factores de riesgo para el trauma vascular durante la quimioterapia antineoplásica: contribuciones del empleo del riesgo relativo Risk factors for vascular trauma during antineoplastic chemotherapy: contributions of the use of relative risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cíntia Capucho Rodrigues

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar a relação entre os fatores de risco para trauma vascular e o surgimento de eventos adversos de infiltração ou flebite por quimioterapia antineoplásica. MÉTODOS: Estudo de abordagem quantitativa observacional com 30 mulheres com câncer de mama. RESULTADOS: O tipo de material do cateter apresentou associação que sugere risco (RR=2,76; IC=1,199; 6,369; o fator velocidade de infusão apresentou RR=2,22; entretanto, IC= 0,7672; 6,436; os fatores trajetória, número de punção e mobilidade da veia apresentaram RROBJETIVO: identificar la relación entre los factores de riesgo para el trauma vascular y el surgimiento de eventos adversos de infiltración o flebitis por quimioterapia antineoplásica. MÉTODOS: Estudio de abordaje cuantitativo observacional realizado con 30 mujeres con cáncer de mama. RESULTADOS: El tipo de material del catéter presentó asociación que sugiere riesgo (RR=2,76; IC=1,199; 6,369; el factor velocidad de infusión presentó RR=2,22; mientras que, IC= 0,7672; 6,436; los factores trayectoria, número de punción y movilidad de la vena presentaron RROBJECTIVE: To identify the relationship between risk factors for vascular trauma and the emergence of adverse events of infiltration or phlebitis for antineoplastic chemotherapy. METHODS: A study with a quantitative, observational method with 30 women with breast cancer. RESULTS: The type of catheter material presented an association that suggested risk (RR = 2.76, CI = 1.199, 6.369; the infusion rate factor presented RR = 2.22, however, CI = 0.7672, 6.436; the trajectory factors, number of punctures and vein mobility presented RR <1, but these cannot be considered as protective factors. Insertion site and the visibility of the vein presented a risk close to 1. CONCLUSION: The use of a metal catheter for venipuncture was considered in this study as a factor for Risk for Vascular Trauma. An analysis of the association for the RR showed these results

  7. Gestão de Riscos em Projeto: Contornando Incertezas para Viabilizar a Implantação de Nova Tecnologia em uma Indústria Petrolífera de E&P

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manuel Antonio Molina Palma

    2011-12-01

    Full Text Available O presente artigo teve como principal objetivo verificar a importância e o impacto do gestão de riscos em projetos na implantação de uma nova tecnologia no setor petrolífero de Exploração e Produção (E&P. O estudo abrangeu as etapas da gerência de riscos em projetos e suas respectivas ferramentas. A metodologia utilizada foi um estudo de caso, aplicado em uma companhia petrolífera de grande porte com atuação internacional que possui distinto know-how no desenvolvimento de campos off-shore. Realizou-se uma análise comparativa entre as ações tomadas pela organização abordada e os passos elencados no PMBok para uma gestão de riscos eficaz.DOI:10.5585/gep.v2i2.43

  8. Disfagia orofaringea asociada con malformación de Chiari tipo I y siringomielia

    OpenAIRE

    2014-01-01

    Antecedentes: la disfagia con afección neurológica constituye un dato clínico significativo en el diagnóstico de lesiones que justifiquen la compresión del tronco cerebral y los nervios craneales bajos. o bjetivo: destacar la importancia del estudio de la disfagia en una pa - ciente con malformación de Chiari tipo I y siringomielia, sin síntomas gastroenterológicos primarios. Caso clínico: se comunica el caso de una mujer de 62 años de edad con disfagia orofaríngea de seis años de evolución, ...

  9. Determinantes de risco para doenças cardiovasculares em escolares Determinants of risk of cardiovascular diseases in schoolchildren

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estelamaris T. Monego

    2006-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a ocorrência e associação de hipertensão arterial com algumas variáveis relacionadas ao estilo de vida. MÉTODOS: Estudo transversal, base populacional, amostra aleatória em indivíduos (7 a 14 anos de escolas (rede pública e particular. Investigados o estado nutricional, pressão arterial e hábitos de vida (tabaco, álcool, atividade física e hábito alimentar. RESULTADOS: Dos 3.169 escolares avaliados, destacaram-se 5,0% de hipertensão arterial e 6,2% de pressão normal-alta. A categorização por sexo mostra 6,4% meninos e 6,0% meninas com pressão normal-alta e 4,3% meninos e 5,7% meninas com hipertensão arterial. O índice de massa corporal (IMC identificou 16,0% com excesso de peso, dos quais 4,9% já obesos. Houve associação significante (p = 0,01 entre hipertensão arterial e excesso de peso. Dentre os investigados, 11,6% não faziam aulas de educação física e 37,8% eram sedentários no lazer. O tabagismo foi informado por vinte 0,6% escolares, e a experimentação de bebida alcoólica por 32,7%. Nenhuma dessas variáveis apresentou significância estatística em relação aos valores pressóricos e estado nutricional. CONCLUSÃO: Diante do encontro de escolares com valores médios de pressão arterial e IMC com freqüência acima da esperada, associado a hábitos de vida que tendem a favorecer o desenvolvimento das doenças cardiovasculares, sugere-se a proposição de medidas de intervenção cujo foco seja o escolar, como elemento capaz de disseminar as informações no núcleo familiar. Essa possibilidade nos mobiliza para uma proposta de atuação nas escolas como parceiras na promoção da saúde.OBJECTIVE: To investigate the occurrence and association of arterial hypertension with several lifestyle variables. METHODS: Transversal population-based study with a random sample of students (7 to 14 years of age of public and private schools. Variables investigated were nutritional status, blood

  10. Proposta de ferramenta para o gerenciamento do risco operacional nas operações realizadas pela torre de controle no Aeroporto Internacional de São Paulo - Guarulhos

    OpenAIRE

    Erik Augusto Geraldis

    2012-01-01

    Os profissionais do serviço de tráfego aéreo usualmente trabalham prestando um serviço ininterrupto composto pelas mais diversas composições de eventos, o que eventualmente pode proporcionar riscos aos usuários e comunidade aeronáutica. A segurança neste serviço depende, dentre outros fatores, da capacidade de identificar perigos e do gerenciamento dos riscos inerentes à atividade. Com o objetivo de identificar perigos no serviço de controle de tráfego aéreo prestado pela Torre de Controle do...

  11. PERFIL DA DISFAGIA APÓS UM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

    OpenAIRE

    CARINA TEIXEIRA PAIXÃO; LOLITA DOPICO DA SILVA; FLAVIA GIRON CAMERINI

    2010-01-01

    Este artículo trata de disfagia decurrente de una enfermedad vascular cerebral (EVC). El objetivo fue determinar el perfil de las publicaciones acerca de la disfagia en pacientes víctimas de EVC. Investigación de revisión integradora que usó los mismos descriptores en las bases Medline, Scielo e Lilacs, seleccionando 17 artículos entre 1998 a 2008. Los datos fueron analizados a partir de las categorías correspondientes a los enfoques de las publicaciones encontradas. Los resultados muestran d...

  12. Saber más sobre disfagia (en Lectura Fácil)

    OpenAIRE

    Pérez, Rosa Ana

    2016-01-01

    El objetivo de la guía es que las personas con discapacidad intelectual que tienen disfagia conozcan mejor su condición y así puedan adquirir hábitos más saludables. La disfagia, al entorpecer o impedir la ingestión de alimento, puede provocar atragantamientos, infecciones, deshidratación o desnutrición. La situación se puede agravar por el desconocimiento y la falta de diagnóstico. Sin embargo, con información y los hábitos adecuados, pueden evitarse esas consecuencias. ‘Saber más sobre disf...

  13. Eficácia de uma intervenção psicológica no estilo de vida para redução do risco coronariano Efficacy of lifestyle change psychological intervention in coronary risk reduction

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita Pugliese

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a eficácia de um programa destinado a promover mudanças no estilo de vida por meio de intervenção psicológica associado à terapia farmacológica para redução do risco coronariano em pacientes com hipertensão não-controlada, sobrepeso e dislipidemia acompanhados durante 11 meses. MÉTODOS: Estudo controlado e aleatório com 74 pacientes distribuídos para três programas de tratamento distintos. Um grupo (TC recebeu exclusivamente tratamento farmacológico convencional. O grupo de orientação (GO recebeu tratamento farmacológico e participou de um programa de orientação para controle dos fatores de risco cardiovascular. O terceiro grupo (IPEV recebeu tratamento farmacológico e participou de um programa de intervenção psicológica breve destinado a reduzir o nível de estresse e mudar o comportamento alimentar. A principal medida de avaliação foi o índice de risco de Framingham. RESULTADOS: Os pacientes do grupo TC obtiveram uma redução média de 18% (p = 0,001 no risco coronariano; os pacientes do grupo GO apresentaram um aumento de risco de 0,8% (NS; e os pacientes do grupo IPEV obtiveram uma redução média de 27% no índice de risco de Framingham (p = 0,001. CONCLUSÃO: O tratamento farmacológico aliado a um programa de intervenção psicológica destinado a reduzir o nível de estresse e mudar o comportamento alimentar resultou em benefícios adicionais na redução de risco coronariano.OBJECTIVE: To evaluate the efficacy of a program of lifestyle change through psychological intervention, combined with pharmacological therapy, for coronary risk reduction in uncontrolled hypertensive patients with overweight and dyslipidemia over 11 months of follow-up. METHODS: A randomized controlled trial with 74 patients assigned to three different treatment programs. One group (CT only received conventional pharmacological treatment. Another group (OG received pharmacological treatment and participated in a

  14. Os alcances e limites da medicalização do risco para a psicose: a emergência de uma nova categoria? Scope and limits of medicalization of the risk for psychosis: emergence of a new category?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stephan Malta Oliveira

    2012-01-01

    Full Text Available O objetivo do artigo consistiu em discutir a medicalização do risco para a psicose; especificamente, a construção de uma nova categoria diagnóstica que vem sendo realizada pela força-tarefa de elaboração do DSM-5, nomeada "síndrome de risco para a psicose" e, mais recentemente, "síndrome dos sintomas psicóticos atenuados". A metodologia utilizada foi a revisão bibliográfica. Foi realizado um breve relato da genealogia do risco na psiquiatria. Na parte inicial do artigo, procurou-se discutir a medicalização de uma forma mais geral, focando sobre os aspectos do controle social e das tecnologias do self, sob uma ótica foucaultiana. Posteriormente, foi dada ênfase ao processo da medicalização do risco para a psicose; em especial, à construção de uma categoria relacionada a esse risco. Dentre os alcances desse processo, destacou-se a possibilidade de se intervir precocemente na psicose e com isso retardar seu início. Ainda não está claro se a intervenção precoce pode reduzir a gravidade do quadro quando instalado ou mesmo impedir seu aparecimento. Quanto aos limites, mostrou-se o risco de se produzir uma hipermedicalização com a construção da categoria, levando ao uso indiscriminado de medicamentos neurolépticos e aos riscos relacionados a esse uso, bem como à estigmatização dos indivíduos incluídos na categoria. Foi mostrado também o problema do elevado número de indivíduos "falsos positivos", ou seja, indivíduos que serão categorizados e mais tarde não desenvolverão qualquer transtorno psicótico. Procurou-se com o trabalho estabelecer uma crítica consistente à construção da categoria nosológica em questão.This paper aimed to discuss the medicalization of the risk for psychosis, and more specifically, the building of a new diagnostic category which has been carried out by the DSM-5 elaboration Task Force, named psychosis risk syndrome and, more recently, attenuated psychotic symptoms syndrome. The

  15. Riscos percebidos pelo consumidor e estratégias para minimizá-los no consumo de saladas de horataliças cruas em restaurantes à la carte

    OpenAIRE

    Mariana Schievano Danelon

    2012-01-01

    Resumo: O padrão alimentar da população brasileira tem sido caracterizado, entre outros aspectos, pelo reduzido consumo de hortaliças e pelo crescimento do número de refeições realizadas fora do domicílio. A utilização dos serviços de alimentação pode representar oportunidade para a inclusão de variedade de hortaliças na dieta. Tem sido pouco estudado, no Brasil, o comportamento do consumidor quando se alimenta fora de casa. Este pode ser influenciado pelos riscos percebidos em uma situação d...

  16. Intervenção precoce em escolares de risco para a dislexia: revisão da literatura Early intervention in students at risk for dyslexia: literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maíra Anelli Martins

    2011-08-01

    Full Text Available TEMA: intervenção precoce em escolares de risco para a dislexia. OBJETIVO: este estudo tem por objetivo geral mapear os artigos publicados sobre intervenção com escolares de risco para dislexia e, como objetivos específicos, analisar descritivamente aspectos específicos dos textos. CONCLUSÃO: as publicações na área em relação ao tema não são constantes, porém, os artigos científicos analisados evidenciam a preocupação dos pesquisadores em elaborar, desenvolver e validar instrumentos de avaliações e intervenções que contribuam para a identificação precoce da dislexia.BACKGROUND: early intervention in students at risk for dyslexia. PURPOSE: this study aims to map the general articles on intervention with students at risk for dyslexia and specific objectives, descriptively analyzing specific text aspects. CONCLUSION: there are few published data on this issue; however, the reviewed scientific articles highlight the concern of the researchers to elaborate, develop and validate assessments and interventions that contribute to the early identification of dyslexia.

  17. Riscos ocupacionais na legislação trabalhista brasileira: destaque para aqueles relativos à saúde e à voz do professor Occupational risks in the Brazilian labor legislation: highlight on those related to teacher's health and voice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emilse Aparecida Merlin Servilha

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a legislação a respeito de riscos ocupacionais, com destaque para aqueles relacionados à saúde e à voz do professor. MÉTODOS: Trata-se de pesquisa bibliográfica, de caráter qualitativo, que considerou as políticas públicas sobre Saúde e Segurança no Trabalho. As Normas Regulamentadoras foram lidas e seus conteúdos analisados e organizados por categorias, com recorte para aqueles referentes ao ambiente escolar. RESULTADOS: As 33 normas focalizam os fatores de risco, níveis de tolerância e controle para saúde e segurança no trabalho. Os agentes ambientais nocivos são múltiplos e suas especificidades, como concentração e frequência, determinam o nível de tolerância à exposição. Na escola, os riscos ambientais como ruído, poeira, temperatura e iluminação inadequadas, dentre outros, estão presentes, porém em grau leve. O tratamento acústico, de iluminação e de ventilação é indicado para controle desses riscos. Os documentos mostram situações de agravos à saúde dos trabalhadores em graus de risco muito maiores do que aqueles da docência. Não há explicitação de fatores inerentes à organização do trabalho e os cuidados com a voz limitam-se à profissão de teleoperador, o que pode servir de referência para o professor. CONCLUSÃO: A legislação trabalhista é ampla ao abarcar a diversidade de condições de trabalho e garantir a saúde dos trabalhadores. A docência apresenta riscos ocupacionais à saúde mais leves do que outras profissões; contudo, os fatores organizacionais do trabalho, assim como os distúrbios de voz, muito frequentes na docência, carecem de maior atenção da legislação no Brasil.PURPOSE: To analyze the legislation regarding occupational risks, highlighting those related to teacher's health and voice. METHODS: A bibliographic search of qualitative nature regarding the public policies about Health and Security at Work was carried out. The Regulatory

  18. Fatores de risco para complicações perioperatórias em cirurgias endoscópicas com irrigação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Manoel Silva Jr

    2013-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A medicina endoscópica está cada vez mais sendo usada atualmente, porém não é isenta de riscos. Portanto, este estudo avaliou os fatores associados com complicações perioperatórias em cirurgias endoscópicas com irrigação intraoperatória. MÉTODO: Estudo de coorte durante seis meses. Foram incluídos pacientes com > 18 anos, submetidos a cirurgias endoscópicas que usariam fluidos de irrigação no intraoperatório. Pacientes em uso de diuréticos, com insuficiência renal, distúrbios cognitivos, hiponatremia prévia a cirurgia, gestantes e moribundos foram excluídos. Foram alocados em dois grupos os pacientes que apresentaram complicações ou não no período perioperatório. As complicações avaliadas estavam relacionadas a alterações neurológicas, cardiovasculares, renais e sangramentos no perioperatório. RESULTADOS: Foram incluídos 181 pacientes e 39 excluídos, portanto 142 preencheram os critérios. Apresentaram complicações 21,8% dos pacientes, com maior ocorrência em cirurgias endoscópicas de próstata, seguidas de histeroscopias, bexiga, artroscopia de joelho e ombro, respectivamente 58,1%, 36,9%, 19,4%, 3,8% e 3,2%. Comparando os grupos, apresentaram associação com complicações na análise univariada; idade, sexo, tabagismo, cardiopatia, ASA, sódio sérico no fim da cirurgia, total de fluido de irrigação administrado, ressecção transuretral de próstata, histeroscopia. Entretanto, apenas idade (OR = 1,048, sódio sérico (OR = 0,962 e volume de fluido de irrigação administrado no intraoperatório (OR = 1,001 foram variáveis independentes para complicações na regressão múltipla. CONCLUSÃO: Graves complicações em cirurgias endoscópicas têm grande ocorrência. O sódio sérico no fim da operação, a quantidade de fluido de irrigação e a idade foram fortes fatores independentes associados ao problema. Dessa forma, tais fatores devem ser levados em considera

  19. Fatores de risco para óbito em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Risk factors for death in the Neonatal Intensive Care Unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Fernando C. Nascimento

    2009-06-01

    Full Text Available OBJETIVO:Estimar fatores de risco para óbito durante internação em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN por modelo logístico hierarquizado. MÉTODOS: Trata-se de estudo observacional, analítico e longitudinal com recém-nascidos internados na UTIN de um hospital universitário, no período de janeiro/2000 a dezembro/2003. A variável dependente foi óbito intra-hospitalar e as independentes foram variáveis antenatais, perinatais e pós-natais. Criou-se um modelo hierarquizado em três níveis. Realizada a análise bivariada, foram incluídas no modelo as que apresentavam pOBJECTIVE:To estimate the risk factors for mortality during hospitalization in a Neonatal Intensive Care Unit (NICU using a hierarchical logistic model. METHODS:This longitudinal, observational and analytical study enrolled newborns admitted to the NICU from January/2001 to December/2003. The outcome analyzed was in-hospital death and the independent variables were prenatal, perinatal and postnatal factors. A hierarchical model with three levels was built. The variables with p<0.20 by bivariated analysis were included in the model and, after adjustment at the same level, variables with p<0.05 were maintained in the logistic model. Statistic analysis was performed by SPSS.10, software that estimated the accuracy of the model, adopting significance as p<0.05. RESULTS: Among 367 newborns included, 69 (18.8% died during hospital stay. The following risk factors comprised the hierarchical model of logistic regression and were significantly associated with death among the studied neonates: previous stillbirth, being first or second child, Apgar at five minutes below 7, preterm newborn and use of mechanical ventilation. This model had 86.9% of accuracy. CONCLUSIONS: The model obtained in this study has variables of the three hierarchical levels and might be used in Neonatal Intensive Care Units that share the same characteristic of the unit herein studied.

  20. Aflatoxinas e ocratoxina A em alimentos e riscos para a saúde humana Aflatoxins and ochratoxin A in food and the risks to human health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eloisa Dutra Caldas

    2002-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: A presença de micotoxinas em alimentos tem sido correlacionada a várias patologias humanas, e as autoridades de saúde no mundo todo têm implementado ações para diminuir a ingestão desses compostos pela dieta. Realizou-se pesquisa para analisar os níveis de aflatoxinas e ocratoxina A de alimentos para consumo e avaliar o potencial de risco da exposição humana a essas micotoxinas. MÉTODOS: Foram analisadas 366 amostras de alimentos consumidos no Distrito Federal, no período de julho de 1998 a dezembro de 2001, como amendoim e derivados, castanhas, milho, produtos de trigo e/ou aveia, arroz e feijão. As amostras foram processadas, e as micotoxinas extraídas, detectadas e quantificadas por fluorescência após separação em cromatografia camada delgada. RESULTADOS: Foram detectadas aflatoxinas em 19,6% das amostras, em amendoim cru e derivados, milho de pipoca, milho em grão e castanha-do-pará (>2 mig/kg. Amendoim e derivados apresentaram maior incidência de contaminação por aflatoxinas (34,7% com amostras contendo até 1.280 mig/kg de AFB1+AFG1 e 1.706 mig/kg de aflatoxinas totais. Das amostras positivas, AFB1 estava presente em 98,5%, AFB2 em 93%, AFG1 em 66,7% e AFG2 em 65,4%. A ocratoxina A não foi detectada (OBJECTIVES: The presence of mycotoxins in food has been associated with several human diseases, and health authorities have taken actions to decrease the ingestion of these compounds in the diet. A study was carried out to assess aflatoxins and ochratoxin A concentrations found in food, and to evaluate the potential risk to human health resulting from mycotoxin exposure. METHODS: Between July 1998 to December 2001, 366 food samples were analyzed, including peanuts and its products, nuts, maize, oat and/or wheat products, rice and beans. Samples were processed and the extracted mycotoxins were detected and separated using thin layer chromatography, and then quantified with fluorescence. RESULTS: Aflatoxins

  1. Internação domiciliar: risco de exposição biológica para a equipe de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Moralez de Figueiredo

    2012-02-01

    Full Text Available Estudo exploratório e prospectivo, de abordagem quantitativa que visou caracterizar as ações que envolviam risco biológico durante o atendimento de profissionais no Serviço de Internação Domiciliar do Hospital Municipal de São Carlos, SP. No acompanhamento das 159 visitas, realizadas no período de junho de 2008 a janeiro de 2009, foram observados 347 procedimentos sendo que, entre os com risco de exposição biológica, foram identificados curativos (31,1%, glicemia capilar (14,4% e acesso vascular (3,1%. A ocorrência de adesão à higienização prévia das mãos foi de 21,5%, 66,3% no uso de luvas e de 83,5% no descarte adequado do perfurocortante. Conclui-se que esses profissionais estão sujeitos a riscos semelhantes aos encontrados na área hospitalar, uma vez que também manipulam sangue e material perfurocortante com muita frequência e apresentam baixa adesão às precauções padrão. Estudos que avaliem a influência das características dos domicílios nesse risco devem ser estimulados.

  2. Uma estratégia para redução de risco cardiovascular em pacientes transplantados renais A strategy to improve the cardiovascular risk factor profile in renal transplant patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Leite

    2010-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A doença cardiovascular representa a principal causa de morbidade, mortalidade e perda de função do enxerto em receptores de transplante renal (RTR. O tratamento agressivo dos fatores de risco é fortemente recomendado. Entretanto, há um gap entre a terapia baseada em evidência recomendada e o manejo cardiovascular eficaz nesta população. OBJETIVO: Estabelecer uma estratégia de controle de fatores de risco cardiovascular para RTR. MÉTODOS: O risco cardiovascular de 300 RTR de uma Unidade de Transplante Renal foi avaliado através dos critérios de Framingham. Intervenções nos fatores de risco modificáveis foram sugeridas aos médicos assistentes através de cartas anexadas aos prontuários dos pacientes, incluindo modificações no estilo de vida, controle de pressão arterial e uso de tratamento anti-plaquetário e hipolipemiante. Os perfis dos fatores de risco foram re-avaliados depois de 6 e 12 meses. RESULTADOS: A maioria dos pacientes apresentava alto risco cardiovascular (58%. Após 12 meses, a proporção de pacientes recebendo tratamento anti-plaquetário, anti-hipertensivo ou hipolipemiante tinha aumentado de forma significante (29 para 51%, 83 para 92% e 3 para 46%, p BACKGROUND: Cardiovascular disease represents the leading cause of morbidity, mortality and graft function loss in renal transplant recipients (RTR. Aggressive treatment of risk factors is strongly advocated. However, there is a gap between recommended evidence-based therapy and effective cardiovascular management in that population. OBJECTIVE: To establish a cardiovascular risk factor control strategy for RTR. METHODS: The cardiovascular risk of 300 RTR of a renal transplant unit was assessed using the Framingham criteria. Interventions on modifiable risk factors were suggested to attending physicians by letters attached to patients' charts, including lifestyle modifications, blood pressure control and use of antiplatelet and lipid

  3. Estudio de la microbiota oral y de las complicaciones respiratorias de la disfagia orofaríngea: fisiopatología, diagnóstico y tratamiento de los factores de riesgo de la disfagia orofaríngea y la neumonía aspirativa en pacientes de edad avanzada

    OpenAIRE

    Ortega Fernández, Omar

    2016-01-01

    La disfagia orofaríngea (DO) es un síntoma caracterizado por la dificultad para formar y/o propulsar el bolo alimentario desde la boca al esófago. Está causada por una disfunción deglutoria que causa dos grandes grupos de alteraciones: las de la eficacia (residuo orofaríngeo) y las de la seguridad de la deglución (penetraciones y aspiraciones). La DO en el anciano ha sido recientemente considerada un síndrome geriátrico por su alta prevalencia, origen multifactorial y las graves complicacione...

  4. Fatores de risco para incontinência urinária na mulher Factores de riesgo para incontinencia urinaria en la mujer Risk factors for urinary incontinence in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela Higa

    2008-03-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica com o objetivo de identificar os principais fatores de risco ou associados à incontinência urinária (IU na mulher. Utilizou-se a base de dados MEDLINE e LILACS e pesquisa em bibliotecas dos artigos publicados entre 1983 e 2003. Foram analisadas trinta e oito publicações em inglês e português, as quais relataram como os principais fatores de risco: idade, trauma do assoalho pélvico, fatores hereditários, raça, menopausa, obesidade, doenças crônicas, uso de alguns simpaticomiméticos e parasimpaticolíticos, constipação, tabagismo, consumo de cafeína e exercícios intensos na região abdominal. A enfermeira pode, por meio de anamnese, identificar estes fatores e realizar intervenções para a prevenção e tratamento da IU, contribuindo para melhorar a qualidade de vida da mulher incontinente.Se trata de un estudio de repaso bibliográfico con objetivo de identificar los principales factores de riesgo o asociados a la incontinencia urinaria (IU en la mujer. Se utilizó la base de datos MEDLINE e LILACS y pesquisa en bibliotecas de los artículos publicados entre 1983 e 2003. Fueron analizadas treinta y ocho publicaciones en inglés y portugués, las cuales relataron como los principales factores de riesgo: edad, trauma de piso pélvico, factores hereditarios, raza, menopausia, obesidad, enfermedades crónicas, uso de algunos simpaticomiméticos y parasimpaticolíticos, constipación, tabaco, consumo de cafeína y ejercicios intensos en la región abdominal. La enfermera puede, por medio de la anamnesia, identificar estos factores y realizar intervenciones para la prevención y tratamiento de la IU, contribuyendo para mejorar la calidad de vida de la mujer incontinente.The goal of this study was to conduct a review of the main papers published between 1983 and 2003 on the main risk factors for urinary incontinence (UI in women. Thirty-eight publications in English and Portuguese were

  5. Grupos de alimentos para investigação de risco para diabetes tipo 2 e doenças associadas Food Groups for the investigation of risk of type 2 diabetes and associated diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Yumi Nishimura

    2011-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os grupos de alimentos convencionalmente empregados em atividades de orientação nutricional foram estabelecidos de acordo com o seu teor de macronutrientes. Entretanto, não contemplam as evidências científicas recentes da associação entre consumo alimentar e risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis. OBJETIVO: Elaborar uma proposta de agrupamento de alimentos para a investigação da associação entre consumo alimentar e risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 e doenças associadas, em Nipo-Brasileiros. MÉTODOS: Análise transversal dos dados da linha de base de um estudo de intervenção no estilo de vida conduzido entre Nipo-Brasileiros de Bauru, SP, entre 2005 e 2007. A avaliação do consumo alimentar deu-se por meio da análise de três inquéritos recordatórios de 24 horas em 640 indivíduos, ambos os sexos, idade entre 30 e 88 anos. RESULTADOS: Foram propostos 18 novos grupos de alimentos considerando-se o teor e qualidade das gorduras e carboidratos, sódio e fibras CONCLUSÃO: Os novos grupos de alimentos incorporam evidências recentes da associação entre dieta e desenvolvimento de diabetes tipo 2.INTRODUCTION: The food groups conventionally applied in activities of nutritional counseling were established according to their macronutrient content. However, it does not consider recent scientific evidences of the association between food consumption and risk of developing non-communicable chronic diseases. OBJECTIVE: To propose food groups for the investigation of the association between food consumption and risk of developing type 2 diabetes and associated diseases among Japanese-Brazilians. METHODS: Cross-sectional analysis of baseline data of a lifestyle intervention study conducted among Japanese-Brazilians of Bauru, SP, Brazil, from 2005 to 2007. Food intake was assessed by three 24-hour recalls of 640 participants, both genders, aged 30 to 88 years old. RESULTS: Eighteen new

  6. Influência do nível socioeconômico sobre comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes Socioeconomic influence on eating disorders risk behaviors in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Louise Lenz Dunker

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco para transtornos alimentares (TA em adolescentes de diferentes níveis socioeconômicos. MÉTODO: 183 adolescentes do sexo feminino de 15 a 18 anos de duas escolas (pública e particular foram avaliadas quanto à renda e escolaridade dos pais, estado nutricional, comportamentos de risco para TA (Teste de Atitudes Alimentares - EAT-26, atitudes socioculturais quanto à aparência (Escala das Atitudes Socioculturais Voltadas para Aparência - SATAQ-3, percepção corporal (escala de silhuetas e uso de dietas. RESULTADOS: A média do escore do EAT-26, assim como a porcentagem de adolescentes consideradas de risco foram semelhantes entre as escolas (p >0,05. No escore do SATAQ-3, verificou-se na escola particular um valor maior que da pública (p0,05, e as que apresentaram sobrepeso/obesidade tiveram escores maiores no EAT-26. Metade das adolescentes das escolas já fez dieta, sendo que a frequência do uso de dietas esteve associada com o maior escore do EAT-26. CONCLUSÕES: Comportamentos de risco foram encontrados em grande parte da população estudada, mas esses não estiveram associados com o nível socioeconômico.OBJECTIVE: To investigate eating disorders (ED risk behaviors at adolescents from different socioeconomic status. METHOD: 183 girls 15-18 years old from two schools (public and private were evaluated about parent's education and income, nutritional status, ED risk behavior (Eating Attitudes Test - EAT-26, sociocultural attitudes toward appearance (SATAQ-3, corporal perception (silhouettes scale and dieting. RESULTS: Mean score of EAT-26, as well as percentage of risky girls were similar at both schools (p >0.05. At SATAQ-3 score, it was noticed a higher value at private school compared to public one (p0.05, and girls who were overweight/obese had a higher score at EAT-26. Half of the girls from both schools have already diet, and dieting frequency was associated with a higher score at EAT

  7. Planos de minimização de riscos em farmacovigilância: uma ação de saúde pública para promoção da segurança de medicamentos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stephanie Ferreira Botelho

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O plano de minimização de risco (PMR é uma estratégia inovadora e importante de monitoramento de medicamentos. O estudo visou identificar os PMR de medicamentos registrados na Food and Drug Administration (FDA, e as ações instituídas no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa e pelos fabricantes do setor. Estudo descritivo, de natureza quantitativa, que incluiu inquérito com indústrias farmacêuticas, e pesquisa em sites e bases de dados destas, da Anvisa e da FDA. Identificaram-se 40 medicamentos com PMR na FDA e cadastrados no site da Anvisa. Apenas quatro (10,0% laboratórios informaram desenvolver PMR no Brasil. No site da Anvisa foram identificadas informações de segurança para 15 dos medicamentos (37,5% com PMR no FDA. Em 91,4% das bulas brasileiras constavam informações de segurança equivalentes às ações de promoção do uso seguro descritas nos PMR disponíveis no site da FDA. As ações de comunicação sobre segurança e risco sanitário de medicamentos precisam ser ampliadas pela Anvisa. O PMR é uma estratégia importante em saúde pública no gerenciamento de novos riscos, no acompanhamento dos conhecidos e para a promoção do uso seguro dos medicamentos.

  8. ANÁLISE ANTROPOMÉTRICA DE TRABALHADORES DE SAÚDE: UMA ALTERNATIVA PARA PREDIZER RISCOS PARA ENFERMIDADES CRÔNICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    VITÓRIA DE CÁSSIA FÉLIX DE ALMEIDA

    2006-01-01

    Full Text Available Se analizaron las medidas antropométricas de 295 trabajadores de un hospital de Fortaleza – CE. Estudio transversal en el cual se usó un formulario, contemplando informaciones económicas y sociales y los siguientes parámetros: Índice de Masa Corporal (IMC; Relación Cintura-Cadera (RCC y Circunferencia Abdominal (CA. Se comprobó que el 63,4% estaba compuesto por mujeres de edades entre 19 y 55 años y el 63,3% tenía menos de 35 años. El predominio de exceso de peso y obesidad fue del 33,2% y del 13,9%. La obesidad abdominal fue comprobada en el 29,8% y el 27,1% tenía valores elevados de RCC. Se concluyó que la población investigada, aunque joven, presenta medidas antropométricas que torna esa población susceptible al desarrollo de enfermedad cardiovascular, resistencia a la insulina y diabetes mellitus tipo 2, destacándose la necesidad de adoptar estrategias que estimulen la adquisición de hábitos alimentares sanos y la práctica de actividad física para prevenir o corregir el exceso de peso.

  9. Fatores de risco comportamentais acumulados para doenças cardiovasculares no sul do Brasil Factores de riesgo conductuales acumulados en enfermedades cardiovasculares en el sur de Brasil Accumulated behavioral risk factors for cardiovascular diseases in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludmila Correa Muniz

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência e identificar fatores associados ao acúmulo de comportamentos de risco para doenças cardiovasculares entre adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 2.732 adultos de ambos os sexos de Pelotas, RS, em 2010. Os fatores de risco comportamentais investigados foram: tabagismo; inatividade física no lazer; consumo habitual de gordura aparente da carne; e consumo diário de embutidos, carne vermelha e leite integral. O desfecho do estudo foi o escore de aglomeração de fatores de risco comportamentais, variando de zero a três: nenhum fator de risco comportamental para doenças cardiovasculares ou exposição a 1, 2 ou > 3 fatores de risco comportamentais. Realizou-se regressão logística multinomial para avaliar o efeito ajustado das características individuais sobre o acúmulo de fatores de risco comportamentais, tendo como categoria de referência indivíduos sem qualquer dos fatores. RESULTADOS: A inatividade física foi o fator de risco mais prevalente (75,6%, seguido do consumo habitual de gordura aparente da carne (52,3%. Dois terços da população apresentaram dois ou mais fatores de risco comportamentais. A combinação de inatividade física e consumo habitual de gordura aparente da carne ocorreu em 17,5% da amostra; e inatividade física, consumo habitual de gordura aparente da carne e tabagismo, em 6,7%. Os odds ratios de acúmulo de dois ou mais fatores foram maiores entre homens e associaram-se inversamente com o indicador econômico nacional. CONCLUSÕES: O acúmulo de fatores de risco comportamentais para doenças cardiovasculares é elevado na população estudada. São necessárias intervenções públicas capazes de prevenir a ocorrência simultânea desses fatores.OBJETIVO: Estimar la prevalencia e identificar factores asociados con la acumulación de conductas de riesgo en enfermedades cardiovasculares entre adultos. MÉTODOS: Estudio transversal

  10. Fatores de risco para aloimunização em pacientes com anemia falciforme Risk factors for alloimmunization in patients with sickle cell anemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícía Costa Alves Pinto

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a imunofenotipagem eritrocitária em doadores de sangue e em pacientes com anemia falciforme (SS atendidos no Hemocentro de Alagoas e descrever a frequência e os fatores associados à aloimunização eritrocitária. MÉTODOS: Estudo transversal com 102 pacientes SS e 100 doadores de sangue. Realizou-se a fenotipagem eritrocitária, teste de Coombs Direto e Indireto e detecção de anticorpos irregulares por painel de hemácias fenotipadas. Os dados foram comparados por meio do teste de Mann-Whitney, qui-quadrado ou teste exato de Fisher. Para análise dos fatores associados à aloimunização utilizou-se a regressão logística univariada e múltipla. RESULTADOS: Os antígenos mais frequentes entre os pacientes e os doadores foram c, e, M, s, JK(a. Observaram-se diferenças significativas entre as frequências dos fenótipos dos pacientes e dos doadores em relação aos antígenos s, FY(a e JK(b. Dos 79 pacientes transfundidos, 10 (12,7% apresentaram Coombs Indireto positivo. Detectaram-se 13 aloanticorpos, sete do sistema Rh, dois do Kell e quatro não identificados. Os fatores associados à aloimunização foram o intervalo de tempo entre a última transfusão e a data do teste e ter recebido mais de dez transfusões de hemácias. Receber mais de dez transfusões representou uma chance 16,39 (IC 95%: 2,23-120,59 vezes maior de ser aloimunizado, em comparação aos que receberam menos que dez. CONCLUSÃO: A prevalência de aloimunização nos pacientes SS foi 12,7%, sendo 70% dos anticorpos encontrados pertencentes a grupos sanguíneos Rh e Kell. Este estudo mostra a importância da fenotipagem eritrocitária em doadores e receptores para diminuir o risco de aloimunização.OBJECTIVE: To determine erythrocyte phenotyping in blood donors and patients with sickle cell anemia (SS treated at Hemocentro of Alagoas and describe the frequency and factors associated with erythrocyte alloimmunization. METHODS: Cross-sectional study

  11. Comportamentos de risco entre jovens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Câmara, Sheila Gonçalves

    2005-01-01

    Full Text Available Diariamente, tomamos conhecimento de um grande contingente de ações violentas, aparentemente gratuitas, cometidas por jovens. Além disso, outros aspectos como o problema dos acidentes de trânsito, a crescente epidemia da AIDS em faixas etárias cada vez menores, assim como a alta incidência de gravidez na adolescencia e o consumo elevado de substâncias psicoativas por fovens chamam atenção. Realizamos um mapeamento acerca dos comportamentos de risco de enfrentamento violento, conduta sexual de risco e consumo de drogas ilegais em 389 jovens, estudantes do ensimo médio em escolas públicas e privadas da cidade de Porto Alegre. Foram investigads, ainda, fatores relativos a estratégias de coping, bem estar psicológico e apoio familiar e de amigos. Os resultados indicam um panorama bastante positivo em relação aos comportamentos de risco entre jovens estudantes. Este mapeamento serve de base para intervenções futuras que tenham como direcionamento, incrementar fatores de proteção já presentes na vida dos jovens

  12. Modelo teórico de exposição a risco para transmissão do vírus HIV em usuários de drogas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pechansky Flavio

    2001-01-01

    Full Text Available Descrevendo inicialmente as dificuldades na abordagem da Aids e da transmissão do HIV atualmente - em particular com usuários de drogas -, o autor ilustra alguns modelos teóricos relativos ao uso e abuso de substâncias e à exposição ao HIV. Descreve as teorias de aprendizado social como a base para a compreensão dos comportamentos associados ao uso de drogas, ressaltando a importância do meio como fator de risco. O modelo clássico de Crenças em Saúde é também ilustrado, ressaltando-se que esta é a base para o desenvolvimento de programas preventivos associados à Aids. Finalmente, baseando-se nos modelos descritos, o autor propõe um modelo original sobre a exposição ao HIV em usuários de drogas, no qual elementos relativos à informação, à escolaridade, ao gênero e à idade direcionam e interferem nas atitudes associadas ao uso de drogas e à percepção do risco envolvido, gerando um efeito em cascata que culmina no aumento da contaminação nesses indivíduos.

  13. Fatores de risco para dependência de álcool em adolescentes Factores de riesgo en adolescentes con dependencia al alcohol Risk factors for alcohol dependence in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Rozin

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores de risco para dependência do álcool na adolescência. MÉTODOS: Revisão integrativa com 21 artigos publicados entre 2000 e 2009, capturados nas bases de dados LILACS, BVS, MEDLINE, COCHRANE e IBECS com as palavras-chave: adolescência, risco para dependência e álcool. RESULTADOS: Há evidências de que o álcool é a droga mais consumida por adolescentes, com início entre 14 a 16 anos. Os fatores de risco para dependência estão relacionados ao início precoce do uso, influência da mídia, relacionamento conturbado com os pais, uso por membro da família, abuso sexual, violência doméstica, baixa autoestima, curiosidade, pressão de colegas, entre outros. Apontam a vulnerabilidade genética para a dependência do álcool e controvérsias em relação ao gênero e classe social. CONCLUSÃO: Os serviços de saúde devem incorporar estratégias preventivas de identificação de riscos para a dependência, controle e acompanhamento específicos ao grupo de adolescentes dependentes.OBJETIVO: Identificar los factores de riesgo en adolescentes con dependencia al alcohol. MÉTODOS: Revisión integrativa realizada con 21 artículos publicados entre 2000 y 2009, identificados en las bases de datos LILACS, BVS, MEDLINE, COCHRANE e IBECS con las palabras-clave: adolescencia, riesgo a dependencia y alcohol. RESULTADOS: Hay evidencias de que el alcohol es la droga más consumida por adolescentes, con inicio entre 14 a 16 años. Los factores de riesgo para la dependencia están relacionados al inicio precoz del uso, influencia de los medios de comunicación, relacionamiento conturbado con los padres, uso por un miembro de la familia, abuso sexual, violencia doméstica, baja autoestima, curiosidad, presión de colegas, entre otros. Apuntan la vulnerabilidad genética para la dependencia al alcohol y controversias en relación al género y clase social. CONCLUSIÓN: Los servicios de salud deben incorporar estrategias

  14. Adoção de estratégias para redução de riscos: identificação dos determinantes da diversificação produtiva no Polo Petrolina-Juazeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvio Fernando Santana Oliveira Filho

    2014-03-01

    Full Text Available O presente estudo caracteriza os produtores agrícolas do Polo Petrolina-Juazeiro segundo a adoção de estratégias de diversificação produtiva para mitigar diversos tipos de riscos. Para tanto, foram coletadas 173 observações e um modelo econométrico de logit ordenado foi aplicado para identificar os fatores que influenciam a probabilidade de o produtor diversificar sua produção. A estimação do modelo econométrico sugere que os principais fatores de influência da diversificação produtiva no polo são: porte do produtor (colono, experiência, participação da receita advinda de contratos, participação da receita advinda de atravessadores, culturas específicas (banana, coco, goiaba, manga e uva, participação em associação, acesso à assistência técnica, certificação, adoção de procedimentos pós-colheita e acesso à internet. A investigação acerca de referidas relações torna-se relevante para a formulação de políticas de incentivo à adoção de estratégias gerenciais de redução de riscos na região, atualmente preocupada com questões associadas à especialização das atividades e à vulnerabilidade dos produtores frente a choques de demanda.

  15. FATORES DE RISCO PARA INFECÇÃO DE FERIDA CIRÚRGICA EM PUÉRPERAS SUBMETIDAS A CESARIANAS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE REFERÊNCIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Maia de Castro Romanelli

    2014-12-01

    Full Text Available Justificativa e Objetivos: Infecções de ferida cirúrgica (IFC constituem complicações pós-operatórias comuns e apresentam importante morbimortalidade, com aumento no tempo e custo de hospitalização, especialmente para mulheres submetidas a parto cesariana. Por isso, o objetivo do presente estudo foi avaliar fatores de risco para IFC em serviço de referência em gestação de alto risco da rede pública de Belo Horizonte. Métodos: Estudo transversal realizado na maternidade do Hospital das Clínicas em Minas Gerais, de 2011 a 2012, com notificação de IFC por vigilância ativa. Todas as pacientes submetidas à cesárea no serviço foram incluídas e contato telefônico foi realizado até 30 dias pós-parto. Resultados: Identificaram-se 708 mulheres submetidas a cesariana, sendo 487 (68,8% puérperas contatadas por telefone. Em 14 (2,9% puérperas os dados fornecidos preencheram os critérios para diagnóstico de IFC. Na comparação entre grupos de mulheres com e sem IFC, apenas o número de toques vaginais (≥ 2 foi estatisticamente significativo para os casos IFC. Conclusão: Nos casos de IFC, o número médio de toques realizados está abaixo do observado na literatura. Ressalta-se que o procedimento deve ser realizado quando absolutamente necessário, respeitando-se as normas de assepsia.

  16. Soroprevalência e fatores de risco para sífilis em população carcerária de Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de Andrade

    1989-06-01

    Full Text Available Com o objetivo de dimensionar a prevalência da infecção pelo Treponema pallidum e determinar fatores de risco relacionados a soropositividade foram rastreados 299 presidiários no Centro Penitenciário de Atividades Industriais de Goiás (CEPAI-GO, 20 Km de Goiânia. O rastreamento sorológico foi realizado utilizando-se como critério de positividade, qualquer resultado sororeagente ao VDRL independentemente do título. Através de um questionário padronizado foram avaliados os seguintes fatores de risco: tempo de encarceramento, sinais e sintomas relativos às principais doenças sexualmente transmissíveis (DST, história de sífilis ou outras DST e práticas sexuais (homo/bissexualismo e número de parceiros. Foram calculados o valor preditivo positivo (VPP e negativo (VPN da história pregressa de sífilis obtida na anamnese. Uma soroprevalência global de 18,4% foi obtida, não havendo diferença entre as faixas etárias. O VPP do antecedente de sífilis foi de 26% significando que 74% dos indivíduos que referiram sífilis no passado não tiveram confirmação pelo VDRL. Entre os fatores de risco testados, a bissexualidade foi o único que apresentou associação estatisticamente significante com soropositividade (risco relativo 5,8 - LC 95% 1,2-16,0 p= 0,03. Foram discutidas as dificuldades metodológicas que poderiam ter influenciado nos resultados.

  17. Aluminum as a risk factor for Alzheimer's disease Aluminio como factor de riesgo para la enfermedad de Alzheimer Alumínio como fator de risco para a doença de Alzheimer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pricilla Costa Ferreira

    2008-02-01

    ífica demuestra a lo largo de los últimos años que el Al es uno de los determinantes para el desenvolvimiento de la EA.O objetivo do estudo foi condensar a evidência científica existente entre a exposição ao alumínio (Al e risco para o desenvolvimento da doença de Alzheimer (DA, avaliando os efeitos para saúde da população, a longo prazo. Realizou-se revisão sistemática de literatura produzida entre 1990 e 2005, conduzida em duas bases de dados, MEDLINE e LILACS, utilizando os unitermos: "Aluminium exposure and Alzheimer Disease" e "Aluminium and risk for Alzheimer Disease". Foram selecionados 34 trabalhos para a pesquisa, desses, 68% estabeleceram relação entre o Al e a DA, 23,5% não apresentaram dados conclusivos e 8,5% não estabeleceram nenhuma relação entre o Al e DA. A partir dos resultados obtidos, verifica-se que o Al intervém em diversos processos neurofisiológicos responsáveis pela degeneração característica da DA. Apesar da polêmica existente, a evidência científica demonstra, ao longo dos últimos anos, que o Al se associa com o desenvolvimento da DA.

  18. Fatores de risco para doença cerebrovascular e função cognitiva em idosos Risk factors for cerebrovascular disease and cognitive function in the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicole de Liz Maineri

    2007-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a concomitância de fatores de risco para acidente vascular cerebral e de disfunção na cognição de idosos acima de 60 anos. MÉTODOS: Idosos com diferentes graus de risco de acordo com a escala de Framinghan para acidente vascular cerebral (AVC tiveram comparadas suas habilidades cognitivas. O risco de evento isquêmico cerebral foi calculado pela escala de Framingham para AVC. Os instrumentos neuropsicológicos aplicados foram os testes de memória seletiva de Buschke, fluência verbal (animais, desenho do relógio, teste de aprendizado auditivo verbal de Rey, dígito span e vocabulário. O estudo foi feito com uma amostra randômica e representativa de todos os 200 idosos residentes na área de abrangência de uma unidade de atenção primária de saúde (posto Morada das Flores, Porto Alegre. Foi incluído no estudo um número representativo de 46 idosos. RESULTADOS: Os idosos com escore de risco obtiveram um desempenho inferior em testes de memória (SOL com p=0,02 e na capacidade de planejamento (Teste do relogio com p=0,03. A presença de diabetes manteve-se como fator associado ao desempenho da evocação tardia do teste de aprendizado auditivo verbal de Rey (p=0,04. CONCLUSÃO: A presença de fatores de risco para AVC esteve associada com pior performance cognitiva em funções de memória e em funções executivas em idosos.OBJECTIVE: To determine whether stroke risk factors and cognitive dysfunction are concomitant in individuals over the age of 60. METHODS: The cognitive abilities of elderly individuals with different degrees of risk as per the Framingham stroke risk profile were compared. The Framingham stroke risk profile was used to calculate the risk of an ischemic cerebral event. Neuropsychological tests included the Buschke Selective Reminding Test, verbal fluency (animals, clock drawing, Rey Auditory Verbal Learning, digit span and vocabulary. A random and typical population sample was used in the

  19. Análise dos fatores de risco para gagueira em crianças disfluentes sem recorrência familial Analysis of the risk factors for stuttering in disfluent children without familial recurrence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Moço Canhetti de Oliveira

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar os fatores gênero, idade, tipo de surgimento da gagueira, tempo de duração e tipologia das disfluências, fatores estressantes físicos e emocionais, e fatores comunicativos e qualitativos associados em crianças disfluentes sem recorrência familial do distúrbio. MÉTODO: participaram 43 crianças com alto risco para a gagueira de ambos os gêneros. A coleta de dados foi realizada por meio do Protocolo de Risco para a Gagueira do Desenvolvimento - PRGD. RESULTADOS: a razão masculino/feminino foi de 3,3:1. A única diferença estatisticamente significante dos fatores de risco analisados nos gêneros masculino e feminino foi a maior ocorrência de fatores comunicativos associados no gênero masculino (p=0,003. Houve uma semelhança dos achados entre os meninos e as meninas: quanto ao tempo de duração das disfluências a maioria apresentou mais de 12 meses de duração, a tipologia gaga foi a mais freqüente, a presença de fatores estressantes emocionais ocorreu na maior parte das crianças, e finalmente os fatores qualitativos associados, como taxa de elocução aumentada, tensão visível e incoordenação pneumo-fono-articulatória estiveram presentes em grande parte da amostra. CONCLUSÃO: os resultados desta investigação permitiram concluir que nos casos de crianças com alto risco para a gagueira isolada ocorreu a interação de inúmeros fatores, sugerindo que o distúrbio é multifatorial. Também foi possível concluir que a interação de alguns fatores como gênero masculino, tipologia gaga manifestada por mais de 12 meses, com início persistente, na presença de fatores qualitativos e comunicativos associados pode representar risco maior para o desenvolvimento da gagueira persistente.PURPOSE: to analyze the following factors: gender, age, type of the onset of disfluencies, duration and typology of disfluencies; physical and emotional stresses and communicative and qualitative factors associated in children

  20. Elaboração de escore de risco para mediastinite pós-cirurgia de revascularização do miocárdio Risk score elaboration for mediastinitis after coronary artery bypass grafting

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellen Hettwer Magedanz

    2010-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A mediastinite é uma grave complicação do pós-operatório de cirurgia cardíaca, com prevalência de 0,4 a 5% e mortalidade entre 14 e 47%. Vários modelos foram propostos para avaliar risco de mediastinite após cirurgia cardíaca. OBJETIVO: Desenvolver um modelo de escore de risco para prever mediastinite em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio. MÉTODOS: A amostra do estudo inclui dados de 2.809 pacientes adultos que realizaram cirurgia de revascularização do miocárdio, entre janeiro de 1996 e dezembro de 2007, no Hospital São Lucas da PUCRS. Regressão logística foi usada para examinar a relação entre fatores de risco e o desenvolvimento de mediastinite. Dados de 1.889 pacientes foram usados para desenvolver o modelo e seu desempenho foi avaliado nos dados restantes (n=920. O modelo final foi criado com a análise dos dados de 2.809 pacientes. RESULTADOS: O índice de mediastinite foi de 3,3%, com mortalidade de 26,6%. Na análise multivariada, cinco variáveis permaneceram preditores independentes para o desfecho: doença pulmonar obstrutiva crônica, obesidade, reintervenção cirúrgica, politransfusão no pós-operatório e angina estável classe IV ou instável. A área sob a curva ROC foi 0,72 (IC 95%, 0,67-0,78 e P = 0,61. CONCLUSÃO: O escore de risco foi construído para uso na prática diária para calcular o índice de mediastinite após cirurgia de revascularização do miocárdio. O escore inclui variáveis coletadas rotineiramente e de fácil utilização.INTRODUCTION: The mediastinitis is a serious postoperative complication of cardiac surgery, with an incidence of 0.4 to 5% and mortality between 14 and 47%. Several models were proposed to assess risk of mediastinitis after cardiac surgery. However, most of these models do not evaluate the postoperative morbidity. OBJECTIVE: This study aims to develop a score risk model to predict the risk of mediastinitis for patients

  1. Sintomas e fatores de risco para asma entre escolares piauienses Síntomas y factores de riesgo para el asma entre escolares piauienses Symptoms and risk factors for asthma among piauiense schoolchildren

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gessianne Carvalho Castro

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Analisar a prevalência de sintomas de asma entre escolares de seis a sete anos do município de Picos-PI; e identificar fatores de risco associados à doença. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com crianças de 6 e 7 anos de Picos em novembro de 2010 a maio de 2011. Para coletar os dados, foi utilizado um formulário adaptado do Internacional Study of Asthma and Allergies in Childhood. Os dados foram analisados com base na estatística descritiva e analítica. RESULTADOS: Dentre as 234 crianças da amostra estudada, 56% eram do gênero feminino. A prevalência de diagnóstico médico de asma foi de 7,7%. Os seguintes fatores de risco apresentaram relação estatisticamente significante com a ocorrência de asma (p OBJETIVOS: Analizar la prevalencia de síntomas de asma entre escolares de seis a siete años del municipio de Picos-PI; e identificar factores de riesgo asociados a la enfermedad. MÉTODOS: Estudio transversal realizado con niños de 6 y 7 años de Picos en noviembre de 2010 a mayo de 2011. Para recolectar los datos, se utilizo un formulario adaptado del Internacional Study of Asthma and Allergies in Childhood. Los datos fueron analizados con base en la estadística descriptiva y analítica. RESULTADOS: De los 234 niños de la muestra estudiada, el 56% era del género femenino. La prevalencia del diagnóstico médico de asma fue de 7,7%. Los siguientes factores de riesgo presentaron relación estadísticamente significativa con la ocurrencia de asma (p OBJECTIVES: To assess the prevalence of asthma symptoms among schoolchildren aged six to seven years in the municipality of Picos-PI; and to identify risk factors associated with the disease. METHODS: A cross-sectional study with children aged six and seven from Picos, in November 2010 and May 2011. To collect data, we used an adapted form of the International Study of Asthma and Allergies in Childhood. Data were analyzed using descriptive and analytical statistics

  2. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos Medication as a risk factor for falls resulting in severe fractures in the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro da Silva Freire Coutinho

    2002-10-01

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 Falls leading to fractures among the elderly are a major public problem. A case-control study was conducted on the use of certain drugs as a risk factor for hospitalization due to fractures after falls among individuals aged 60 years or over in the city of Rio de Janeiro, Brazil. One hundred sixty-nine cases and 315 in-patient controls were matched by age, sex, and hospital. Odds ratios (OR adjusted for potential confounders were calculated using conditional logistic regression. Increased risk of such accidents was found for calcium channel antagonists (OR = 1.96, 1.16-3.30 and benzodiazepines (OR = 2.09, 1.08-4.05, and decreased risk was associated with diuretics (OR = 0.40, 0.20-0.80. Antacids, digitalis, and laxatives were associated with reduced risk of fractures after falls that reached borderline statistical significance (0.05 < p < 0.10. The findings highlight the need to weigh risks and benefits of medication in the elderly. It is also important to advise

  3. Realce Tardio miocárdico por Ressonância Magnética Cardíaca pode identificar risco para Taquicardia Ventricular na Cardiopatia Chagásica Crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Peixoto de Mello

    2012-05-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Testes invasivos e não invasivos têm sido usados para identificar risco para Taquicardia Ventricular (TV em pacientes com Cardiopatia Chagásica Crônica (CCC. Ressonância Magnética Cardíaca (RMC pela técnica do Realce Tardio (RT pode ser útil para selecionar pacientes com disfunção ventricular global ou segmentar, com alto grau de fibrose e maior risco para TV clínica. OBJETIVO: Melhorar a identificação de elementos preditivos de TV em pacientes com CCC. MÉTODO: Quarenta e um pacientes com CCC foram pesquisados, sendo 30 (72% do sexo masculino, com média de idade de 55,1 ± 11,9 anos. Vinte e seis pacientes apresentavam histórico de TV (grupo TV, e 15 não apresentavam TV (grupo NTV. Todos os pacientes incluídos tinham RT e disfunção segmentar ventricular. Volume, porcentagem de comprometimento da espessura da parede ventricular em cada segmento, e distribuição de RT foi determinado em cada caso. RESULTADOS: Não houve diferença estatística em termos de volume de RT entre os dois grupos: grupo TV = 30,0 ± 16,2%; grupo NTV = 21,7 ± 15,7%; p = 0,118. A probabilidade de TV foi maior se duas ou mais áreas contíguas de fibrose transmural estivessem presentes, sendo um fator preditor de TV clínica (RR 4,1; p = 0,04. A concordância entre os observadores foi de 100% nesse critério (p < 0,001. CONCLUSÃO: A identificação de dois ou mais segmentos de RT transmural por RMC está associado com a ocorrência de TV clínica em pacientes com CCC. Portanto, a RMC melhora a estratificação de risco na população estudada. (Arq Bras Cardiol. 2012; [online].ahead print, PP.0-0

  4. Direito e Risco: do Consumo ao Ambiente

    OpenAIRE

    Marques, Carlos Alexandre Michaello

    2014-01-01

    A presente Dissertação tem como tema de investigação “Direito e Risco: do Consumo ao Ambiente”. Para tanto, essa temática foi delimitada através da investigação sobre a capacidade do Direito a partir de uma leitura Sociológica e Antropológica de compreender e promover aprendizagem nas questões que envolvem o Risco como elemento decorrente do Consumo e que externa suas consequências ao Ambiente. Neste sentido, se direcionou a responder ao problema de saber: em que medida é possível e necessári...

  5. O consumo de álcool como fator de risco para a transmissão das DSTs/HIV/Aids Alcohol consumption as a risk factor in the transmission of STD/HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Roberta Donola Cardoso

    2008-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: No Brasil 74,4% da população já fez uso de álcool alguma vez na vida (Cebrid/Unifesp, 2005. O consumo dessa substância tem sido associado com a prática de comportamento sexual de risco para as DSTs/HIV/Aids. OBJETIVOS: Revisar a literatura que investiga associação entre comportamento sexual de risco para infecção do HIV e o uso de álcool. MÉTODOS: Realizou-se uma busca bibliográfica nas bases de dados MEDLINE e LILACS nos períodos de 2000 a 2007. A busca foi realizada por meio do cruzamento dos unitermos comportamento sexual de risco, HIV e Aids com os unitermos álcool, uso, abuso e dependência de álcool. RESULTADOS: Dados encontrados na literatura apontam que homens (heterossexuais e homossexuais, adolescentes, imigrantes e profissionais do sexo são os que associam, mais freqüentemente, álcool com prática de sexo sem preservativo. As mulheres se expõem ao risco com menor freqüência. CONCLUSÕES: O uso de álcool associado ao comportamento sexual mostrou ser um fator de risco para transmissão das DSTs/HIV/Aids, visto que, quando ingerido antes ou durante o ato sexual, favorece a prática sem preservativo. O local em que se consome a bebida, antes ou durante o ato sexual, e a quantidade ingerida parecem ser fatores preponderantes na manutenção dessa associação.CONTEXT: In Brazil, 74.4% of the population has used alcohol at some point in their lifetime Cebrid/Unifesp, 2005. The consumption of this substance has been related to sexual behavior risks and the contraction of STDs, including HIV/Aids. OBJETIVES: This paper intends to review the literature on sexual behavior risks and alcohol abuse. METHODS: A literature review in the databases MEDLINE and LILACS from the year 2000 to 2007 was made using the keywords sexual behavior risk, HIV and Aids, alcohol use, abuse and dependence. RESULTS: Data shows that men (heterosexuals and homosexuals, adolescents, immigrants, and sex professionals are more likely to

  6. Risk factors for sudden infant death syndrome in a developing country Fatores de risco para síndrome da morte súbita do lactente em um país em desenvolvimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Silveira Pinho

    2008-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To analyze whether previously identified risk factors for sudden death syndrome have a significant impact in a developing country. METHODS: Retrospective longitudinal case-control study carried out in Porto Alegre, Southern Brazil. Cases (N=39 were infants born between 1996 and 2000 who died suddenly and unexpectedly at home during sleep and were diagnosed with sudden death syndrome. Controls (N=117 were infants matched by age and sex who died in hospitals due to other conditions. Data were collected from postmortem examination records and questionnaires answers. A conditional logistic model was used to identify factors associated with the outcome. RESULTS: Mean age at death of cases was 3.2 months. The frequencies of infants regarding gestational age, breastfeeding and regular medical visits were similar in both groups. Sleeping position for most cases and controls was the lateral one. Supine sleeping position was found for few infants in both groups. Maternal variables, age below 20 years (OR=2, 95% CI: 1.1; 5.1 and smoking of more than 10 cigarettes per day during pregnancy (OR=3, 95% CI: 1.3; 6.4, significantly increased the risk for the syndrome. Socioeconomic characteristics were similar in both groups and did not affect risk. CONCLUSIONS: Infant-maternal and socioeconomic profiles of cases in a developing country closely resembled the profile described in the literature, and risk factors were similar as well. However, individual characteristics were identified as risks in the population studied, such as smoking during pregnancy and maternal age below 20 years.OBJETIVO: Analisar se fatores de risco previamente identificados para a síndrome da morte súbita do lactente têm impacto significativo em um país em desenvolvimento. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, longitudinal, de caso-controle pareado realizado em Porto Alegre, RS. Os casos (N=39 foram lactentes nascidos entre 1996 e 2000 que morreram subitamente e inesperadamente em

  7. Thoracic surgery: risk factors for postoperative complications of lung resection Cirurgia torácica: fatores de risco para complicações pós-operatórias na ressecção pulmonar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Oliveira Fernandes

    2011-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To identify preoperative and transoperative risks factors for postoperative complications developed in lung resection surgery. METHODS: During 14 months; 189 patients underwent pulmonary resection and were enrolled to the study. After a clinical interview, patients were evaluated by laboratory, pulmonary function tests and radiography, submitted to a surgical procedure, and were followed during their stay in the ICU and hospital, evaluating postoperatory complications and death. RESULTS: The postoperative rate of complications was 52.9%: respiratory (34.3%, infectious (31%, and cardiovascular (21.4%. Respiratory complications were related to smoking (p OBJETIVO: Identificar os fatores de risco pré e transoperatórios para o desenvolvimento de complicações pós-operatórias na cirurgia de ressecção pulmonar. INTRODUÇÃO: Os pacientes submetidos à cirurgia de ressecção pulmonar desenvolvem graves e frequentes complicações pós-operatórias. A identificação dos fatores de risco para o desenvolvimento das mesmas é fundamental na predição das complicações no pós-operatório. MÉTODOS: Durante 14 meses, 189 pacientes foram submetidos à intervenção cirúrgica torácica e foram incluídos no estudo. Depois de uma entrevista clínica, os pacientes foram avaliados por exames laboratoriais, espirometria e exames de imagem. Os mesmos foram submetidos ao procedimento cirúrgico e foram seguidos durante a sua permanência na UTI e no hospital, avaliando as complicações pós-operatórias e o risco de morte. RESULTADOS: A taxa de complicações pós-operatórias foi de 52,9%, principalmente respiratórias (34,3%, infecciosas (31% e cardiovasculares (21,4%. As complicações respiratórias foram relacionadas ao tabagismo (p < 0,01, RR 2,31, obstrução das vias aéreas (p = 0,01, RR 2,60, presença de anemia (p < 0,01, RR 2.13, e prolongado tempo de protrombina [PT] (p = 0,03, RR 1,77. As complicações infecciosas estiveram

  8. Schistosomiasis mansoni in an area of low transmission: II. Risk factors for infection Esquistossomose mansônica em área de baixa transmissão: II. Fatores de risco para infecção

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oswaldo Marçal Júnior

    1993-08-01

    Full Text Available Risk factors for Schistosoma mansoni infection were identified using a 1:1 matched case-control design. The work was conducted in the municipality of Pedro de Toledo, São Paulo State, Brazil, an area where the snail host is Biomphalaria tenagophila. Information on water contact patterns, knowledge, attitudes and pratices (kap, socioeconomic and sanitary conditions were obtained by mean of questionnaires. The crude odds ratio estimates and the adjusted odds ratio estimates using the logistic regression model are presented. Most of the examined individuals admitted recent water contacts (90.6% of the cases. The most frequent reason for contact was swimming, playing and fishing and the preferential site of contact was the river. According to the logistic regression technique, the main risk factors for infection were: a water contact through swimming, playing and fishing; b fording; c bad hygiene. We concluded that recreational activities are the main reasons for schistosomiasis transmission in Pedro de Toledo and leisure alternatives should be offered to the local population.A partir de um estudo de caso-controle por pareamento (1:1 foram determinados os fatores de risco para infecção por Schistosoma mansoni. O trabalho foi desenvolvido no município de Pedro de Toledo, São Paulo, Brasil, área onde Biomphalaria tenagophila é o hospedeiro intermediário. Por meio de questionários foram obtidas informações sobre o padrão de contato com águas naturais; percepção da doença e condições sanitárias e socio-econômicas. Os fatores de risco foram estimados individualmente e através de modelo logístico. A maioria dos pesquisados admitiu contatos recentes com águas naturais (90,6% dos casos. O motivo mais freqüente para estes contatos foi nadar, brincar e pescar. O rio representou o principal local de contato com águas naturais. De acordo com a técnica de regressão logística, os principais fatores de risco foram: a contato com

  9. Fatores de risco para infecção pelo Helicobacter pylori em crianças Risk factors for Helicobacter pylori infection in children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica M. C. Moraes

    2003-02-01

    Full Text Available Objetivo: conhecer a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori em crianças e identificar a presença de fatores de risco associados à sorologia positiva. Método: realizou-se um estudo transversal para o estabelecimento da soroprevalência e, posteriormente, um estudo comparativo entre as crianças com sorologias positivas e negativas. Estudadas 228 crianças, no Hospital Geral de Pediatria - Instituto Materno-Infantil de Pernambuco, entre maio e julho de 1999. Avaliou-se idade, sexo, variáveis ambientais, socioeconômicas, de saúde e nutricionais; história de moradores do mesmo domicílio, com queixas digestivas e história pregressa de doença péptica. Esses dados foram obtidos através de entrevista realizada com os pais ou responsáveis das crianças. O estado nutricional foi avaliado através dos índices antropométricos. Resultados: a soroprevalência para o Helicobacter pylori foi de 32% (IC 95% 26%-38%; 25,8% (IC 95% 17,8%-33,8% nos pré-escolares, e de 39,4% (IC 95% 30,4% -48,4% nos escolares. Nas crianças soropositivas, observou-se com maior freqüência ausência, no domicílio, de vaso sanitário, ou o mesmo não tinha descarga (p=0,008, maior aglomeração domiciliar (p=0,05, uma menor renda familiar (per capita (p=0,03 e maior número de mães que não sabiam ler nem escrever (p=0,0002. Não houve diferença estatística significante nos dois grupos em relação às variáveis indicadoras de condições de saúde, aos índices antropométricos e quanto ao contato com morador com queixas digestivas ou história pregressa de gastrite ou úlcera péptica. Conclusões: a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori foi alta na população estudada, sendo maior entre os escolares. Verificou-se associação entre a soropositividade e condições ambientais desfavoráveis.Objective: to establish the seroprevalence of Helicobacter pylori infection in children and to identify risk factors for seropositivity

  10. Inserção ecológica: metodologia para pesquisar risco e intervir com proteção

    OpenAIRE

    2009-01-01

    Este artigo apresenta a Inserção Ecológica como estratégia metodológica norteadora de propostas de investigações e de intervenções em diferentes situações de risco. Esta metodologia tem por base teórica a Bioecologia do Desenvolvimento Humano e constitui-se em um recurso metodológico eficaz que, além de ajustar-se a cada realidade pesquisada, possibilita compreender e intervir nos processos de desenvolvimento ecológico-sistêmico das pessoas e grupos em contexto natural. O trabalho discute ain...

  11. A scale to evaluate customer attitudes towards food risks in restaurants / Uma escala para avaliar as atitudes do cliente com relação aos riscos de alimentos em restaurantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Milhassi Vedovato

    2014-11-01

    = 61 para avaliar a validade e confiabilidade, e apresentou consistência interna satisfatória (α = 0,78, 17 itens. O estudo contribuiu com uma visão teórica e metodológica no desenvolvimento da escala, e identificou as representações sociais dos clientes nos restaurantes tipo buffet relacionados à higiene, gestão de riscos, perigos alimentares, responsabilidade e confiança nos sistemas alimentares. A metodologia proposta foi adequada para incentivar pesquisa de marketing e eficiência na gestão e comunicação de risco sobre questões em serviços de alimentação.

  12. Risk factors for presbycusis in a socio-economic middle-class sample Estudo de fatores de risco para presbiacusia em indivíduos de classe sócio-econômica média

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Simônica de Sousa

    2009-08-01

    Full Text Available Presbycusis, or the aging ear, involves mainly the inner ear and the cochlear nerve, causing sensorineural hearing loss. Risk factors include systemic diseases and poor habits that cause inner ear damage and lead to presbycusis. Correct identification of these risk factors is relevant for prevention. AIM: To evaluate the prevalence and to identify the risk factors of presbycusis in a sample aged over 40 years. Study design: a retrospective case series. SUBJECTS AND METHODS: medical records of 625 patients were evaluated. Presbycusis was identified using pure tone audiometry, speech audiometry and impedance testing of all patients. RESULTS: The prevalence of presbycusis was 36.1%; the mean age was 50.5 years ranging from 40 to 86 years; 85.5% were male and 14.5% werf female. Age, the male gender, diabetes mellitus, and hereditary hearing loss were identified as risk factors. Cardiovascular diseases, smoking and consumption of alcohol were not confirmed as risk factors, although these have often been mentioned as risk factors for presbycusis. CONCLUSION: Notwithstanding the idea that presbycusis has multiple risk factors, this study identified few risk factors for this disease.A presbiacusia é consequência de lesões histopatológicas da orelha interna e nervo coclear e leva à deficiência auditiva sensório-neural. Fatores de risco como doenças sistêmicas e hábitos inadequados são agravantes para presbiacusia. A identificação destes fatores é relevante para sua prevenção. OBJETIVO: Avaliar a prevalência da presbiacusia e correlacionar eventuais fatores de risco numa amostra populacional. CASUÍSTICA E MÉTODO: Estudo retrospectivo de série de casos com amostragem aleatória de 625 prontuários de indiv��duos sem e com presbiacusia determinada por avaliação audiológica convencional. Foi feita a análise da associação da presbiacusia com fatores de risco pré-estabelecidos. RESULTADOS: A prevalência da presbiacusia foi de 36

  13. Consumo de alimentos de risco e proteção para doenças cardiovasculares entre funcionários públicos Consumption of protective and promotive foods in cardiovascular diseases among public employees

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Africa Isabel de la Cruz Perez Neumann

    2006-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever o consumo de alimentos de risco e proteção para doenças cardiovasculares segundo escolaridade e renda familiar entre funcionários públicos. MÉTODOS: Realizou-se inquérito epidemiológico entre funcionários de sedes de secretarias estaduais do município de São Paulo, ambos os sexos, acima de 18 anos por meio de amostra aleatória (n=1 271 representativa do total de 4 665. Foram obtidas informações socioeconômicas, de estilo de vida e consumo alimentar, bem como morbidades referidas. O consumo alimentar foi avaliado por meio do questionário de freqüência alimentar. RESULTADOS: Verificou-se a presença dos fatores de risco: sedentarismo (88%, sobrepeso/obesidade (36%, tabagismo (27% e doenças do aparelho circulatório (30%. A média do consumo de alimentos de risco - ricos em gorduras saturadas, sódio e açúcares - foi estatisticamente maior entre os indivíduos de escolaridade fundamental e de renda familiar até três salários mínimos. Quanto aos alimentos protetores - fontes de fibra dietética, vitaminas, minerais, ácidos graxos insaturados e monoinsaturados, e fitoquímicos - a média de consumo foi estatisticamente maior entre os funcionários de escolaridade superior e renda superior a seis salários mínimos. CONCLUSÃO: Entre os indivíduos com nível de escolaridade fundamental e menor renda familiar há predominância de consumo de alimentos de risco para doenças cardiovasculares, além de outros fatores de risco associados. Os programas de intervenção devem priorizar tal segmento da população.OBJECTIVE: The aim of this study is to describe the consumption of protective and promotive foods in cardiovascular diseases among public employees according to level of education and family income. METHODS: An epidemiologic investigation was carried out with public employees of state offices in São Paulo city, both sexes and aged up 18th on utilizing random sampling weighted (n=1 271 select from a

  14. Percepção das enfermeiras sobre fatores de risco para a infecção hospitalar Nurses perception about risk factors for nosocomial infection

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Natalia Teresa Turrini

    2000-06-01

    Full Text Available Realizou-se estudo num hospital público pediátrico com o intuito de avaliar o conhecimento das enfemeiras-chefes sobre possíveis fatores de risco envolvidos na ocorrência de infecções hospitalares. Entrevistou-se as enfermeiras responsáveis pelos serviços de cuidados semi-intensivos, intensivos e emergências. Através da análise de conteúdo dos discursos, identificou-se os seguintes fatores de risco: ausência de rotinas pré-estabelecidas, inadequação de planta física e instalações, falta de material e equipamentos, desproporção entre o número de profissionais e o número de leitos ocupados, falta de treinamento e orientação dos funcionários e acompanhantes.A study was undertaken in a pediatric teaching hospital to evaluate the nurses understanding about risk factors for nosocomial infections. The data were obtained in interviews with nurses of the emergency room, intensive and semi-intensive units. The analysis of the meaning of the conversation permitted the identification of the following risk factors: inadequacy of the hospital design and construction, deficiency of care equipments and supplies, understaffing, lack of education and training to the healthcare workers and orientation to the patients family.

  15. Fatores de risco para infecção do sítio cirúrgico em cirurgias oncológicas do aparelho digestório do Hospital de Câncer de Barretos

    OpenAIRE

    Paulo de Tarso de Oliveira e Castro

    2009-01-01

    Castro, PTO. Fatores de risco para infecção do sítio cirúrgico em cirurgias oncológicas do aparelho digestório do Hospital de Câncer de Barretos. 2009. 49 p. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Medicina: Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. 2009. Infecção do sítio cirúrgico (ISC) é a infecção hospitalar (IH) de maior prevalência em pacientes cirúrgicos, determinando aumento do tempo de hospitalização, dos custos e da morbidade e letalidade. É importante conhecer os principais fatores d...

  16. Transtornos mentais como fatores de risco para o desenvolvimento de abuso/dependência de cocaína: estudo caso-controle Mental disorders as risk factors for the development of cocaine abuse/dependence: case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia S Lopes

    1999-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o papel dos transtornos mentais e da dependência ao álcool como possíveis fatores de risco para o abuso/dependência de cocaína. MÉTODOS: Utilizou-se o desenho caso-controle e a técnica de bola-de-neve (snowball technique para selecionar uma amostra de usuários de cocaína não tratados na comunidade (casos e parear casos e controles por sexo, idade e amizade. A coleta de dados foi feita através da utilização do questionário CIDI (Composite International Diagnostic Interview que gera diagnósticos de acordo com os critérios do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders-III-R. A análise dos dados foi feita através de regressão logística condicional. RESULTADOS: O estudo incluiu 208 indivíduos. Os principais resultados mostraram que história passada de dependência ao álcool era o principal fator associado a um aumento no risco de desenvolvimento de abuso de cocaína (OR=15,1; IC 95% 3,8-60,2; nenhum outro transtorno mental isolado manteve-se significativamente associado ao aumento deste risco após a análise multivariada. Aumento no risco de abuso de cocaína também foi encontrado entre os indivíduos que relataram pensamentos suicidas (OR=3,1; IC 95% 0,91-10,8, sugerindo associação entre quadros mais graves de depressão e abuso de cocaína. CONCLUSÕES: Esses achados sugerem que os programas voltados para a prevenção e tratamento do abuso de cocaína devem estar preparados para o manejo de questões relacionadas à co-morbidade do abuso de drogas com o álcool e outros distúrbios psiquiátricos.OBJECTIVE: To evaluate the role of psychiatric disorders and alcohol dependence as possible risk factors for cocaine abuse/dependence. METHODS: The case-control study used the "snowball" technique in order to select untreated cocaine users (cases and to match sex, age and friendship. Information was gathered using the Composite International Diagnostic Interview (CIDI, and computer diagnosis were

  17. Fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbios alimentares: um estudo em universitárias Risk factors in the development of eating disorders: study in a group of college women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanna Medeiros Rataichesck FIATES

    2001-01-01

    Full Text Available Este trabalho buscou identificar, em mulheres universitárias, aquelas que apresentavam fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbios alimentares. Aplicou-se o questionário Eating Attitudes Test em 221 mulheres (114 estudantes de nutrição e 107 estudantes de outras áreas não relacionadas à saúde. Os resultados indicaram que 22,17% das estudantes apresentaram fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbio alimentar, sendo que no grupo de alunas da nutrição o percentual foi maior (25,43% do que no grupo de estudantes de outros cursos (18,69%. Embora a diferença não tenha sido significativa, as futuras nutricionistas podem estar inseridas em um ambiente mais favorável ao desenvolvimento de distúrbios alimentares.This work studied a group of 221 college women, to identify those who presented risk factors compatible with the development of eating disorders. The Eating Attitudes Test was applied to 221 women (114 nutrition students and 107 students from other areas, unrelated to the health field. Results indicated that 22.17% of the group presented risk factors in the development of an eating disorder. Nutrition students presented a higher percentage (25.43% than the other students (18.69%, but this difference was not significant. However, women who study nutrition may be exposed to an environment more propitious to the development of eating disorders.

  18. Fatores de risco e de proteção para câncer de mama: uma revisão sistemática Risk and protective factors for breast cancer: a systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Emi Inumaru

    2011-07-01

    Full Text Available O objetivo desta revisão foi investigar alguns fatores de risco e de proteção para câncer de mama e analisar se as evidências científicas estabelecidas pelo World Cancer Research Fund e American Institute for Cancer Research e publicadas em 2007 foram confirmadas por estudos mais recentes. Em maio de 2010 foi realizada uma revisão sistemática de estudos coorte e caso-controle publicados entre 2007 e 2010, nas bases PubMed, LILACS e SciELO. Foram selecionados 27 artigos, sendo 13 caso-controles e 14 coortes. As práticas de lactação e de atividade física constituem fatores de proteção para o câncer de mama, e o consumo de bebida alcoólica, fator de risco. Observa-se relação diretamente proporcional entre o aumento da circunferência da cintura, do peso ao longo da vida adulta e da estatura, e risco de câncer de mama na pós-menopausa. A associação entre gordura corporal e câncer de mama é contraditória, na pré- e na pós-menopausa. Até o presente momento, é possível inferir que a melhor forma de prevenção do câncer de mama é a amamentação e a adoção de um estilo de vida saudável.This review aimed to investigate risk and protective factors for breast cancer and to analyze whether scientific evidence from the World Cancer Research Fund and American Institute for Cancer Research, published in 2007, was confirmed by new research. In May 2010 we reviewed cohort and case-control analytical studies from 2007 to 2010 in the PubMed, LILACS, and SciELO databases. We selected 27 articles (14 case-control and 13 cohort studies. Breastfeeding and physical activity were protective factors against breast cancer, and alcohol consumption was a risk factor. A direct proportional relationship was observed between larger waist circumference, weight throughout adulthood, and height and risk of breast cancer in postmenopausal women. The association between body fat and breast cancer is contradictory in both premenopausal and

  19. Non classical risk factors for gestational diabetes mellitus: a systematic review of the literature Fatores de risco não clássicos para diabetes mellitus gestacional: uma revisão sistemática da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Alice Souza de Oliveira Dode

    2009-01-01

    Full Text Available Age, obesity and family history of diabetes are well known risk factors for gestational diabetes mellitus. Others are more controversial. The objective of this review is to find evidence in the literature that justifies the inclusion of these other conditions among risk factors. The MEDLINE, Cochrane, LILACS and Pan American Health Organization databases were searched, covering articles dating from between 1992 and 2006. Keywords were used in combination (AND with gestational diabetes mellitus separately and with each one of the risk factors studied. The methodological quality of the studies included was assessed, resulting in the selection of 41 papers. Most studies investigating maternal history of low birth weight, low stature, and low level of physical activity have found positive associations with gestational diabetes mellitus. Low socioeconomic levels, smoking during pregnancy, high parity, belonging to minority groups, and excessive weight gain during pregnancy presented conflicting results. Publication bias cannot be ruled out. Standardization of techniques, cutoff points for screening and diagnosis, as well as studies involving larger sample sizes would allow future meta-analyses.Idade, obesidade e história familiar de diabetes são fatores de risco bem conhecidos para diabetes mellitus gestacional. Outros são controversos. O objetivo desta revisão é encontrar evidências na literatura que justifiquem a inclusão dessas condições entre os fatores de risco. Bases de dados MEDLINE, Cochrane, LILACS e Organização Pan-Americana da Saúde foram procuradas. A revisão incluiu artigos de 1992 a 2006. Palavras-chave foram usadas em combinação com diabetes mellitus gestacional separadamente e com cada um dos fatores de risco estudados. A qualidade metodológica dos estudos incluídos foi medida, totalizando 41 estudos. A maioria dos trabalhos que investigaram história materna de baixo peso, baixa estatura e baixa atividade f

  20. Temporal trends of HIV-related risk behavior among brazilian military conscripts, 1997-2002 Tendências temporais de comportamento sexual de risco para infecção pelo HIV em conscritos brasileiros, 1997-2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Célia Landmann Szwarcwald

    2005-10-01

    Full Text Available PURPOSE: To present selected results of military conscript surveys related to HIV/AIDS, conducted in Brazil, 1997-2002. METHODS: Questionnaires including information on socio-demographic data, sexual behavior practices, sexually transmitted infections-related problems, and use of injecting drugs were completed by 30970 individuals, obtained through a 2-stage sampling. An index of sexual risk behavior was developed to take into account multiplicity of partners and irregularity of condom use. The HIV infection prevalence rate was estimated for 2002. Logistic regression was used to identify the most important determinants of HIV infection. RESULTS: The percentage of regular condom use increased from 38% (1997 to 49% (2002, and the index of sexual risk behavior decreased from 0.98 in 1997 to 0.87, in 2002. The HIV infection prevalence rate was 0.09%, in 2002, which remained unchanged since1998 Riskier sexual practices among young men with incomplete education and among "men who have sex with men" were found as well as among the participants who reported at least one sexually transmitted infections - related problem. The most important predictor of HIV infection was to be positive for syphilis. CONCLUSIONS: The estimated value of the HIV infection prevalence supports the diagnosis of a concentrated HIV epidemic, in Brazil. Results indicate that particular attention needs to be paid for regional differentials, and for special subgroups, in Brazil.OBJETIVO: Apresentar determinados resultados de levantamentos sobre HIV/AIDS em conscritos do Exército Brasileiro, conduzidos em 1997-2002. MÉTODOS: Aplicaram-se questionários em 30970 conscritos, selecionados segundo um esquema de amostragem em 2 estágios, para obter informações sobre comportamento sexual, problemas relacionados a infecções sexualmente transmitidas e uso de drogas injetáveis. Desenvolveu-se um índice de comportamento sexual de risco para contemplar multiplicidade de parceria sexual

  1. Pontos de corte para a aptidão cardiorrespiratória e a triagem de fatores de risco para doenças cardiovasculares na infância Cardiorespiratory fitness cut offs points and cardiovascular risk factors screening at infancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriel Gustavo Bergmann

    2010-10-01

    Full Text Available O principal objetivo deste estudo foi analisar a validade e propor novos pontos de corte para aptidão cardiorrespiratória de escolares de sete a 12 anos de idade. A amostra foi constituída por 1.413 escolares. A aptidão cardiorrespiratória foi medida através do teste de corrida/caminhada de nove minutos. O colesterol total e as pressões arterial sistólica e diastólica foram medidas e através delas foram criadas referências de fatores de risco para doenças cardiovasculares. Através da curva receiver operating characteristic entre a aptidão cardiorrespiratória e as referências de fatores de risco para doenças cardiovasculares foram identificados os valores dos pontos de corte. Adicionalmente foi utilizada a análise bivariada seguida do cálculo de razão de chances (odds ratio-OR para identificar quanto os indivíduos que não atenderam os pontos de corte propostos tinham a mais de chance de apresentar fatores de risco para doenças cardiovasculares. Os resultados indicaram que, dentre as propostas analisadas, a que foi sugerida neste estudo apresentou melhores ajustamentos entre sensibilidade e especificidade. Os resultados da análise bivariada mostraram que indivíduos que não atenderam os pontos de corte propostos têm maiores chances de apresentarem fatores de risco para doenças cardiovasculares.The main objective of the study was to analyze and propose news cardiorespiratory fitness cut offs points for 7 to 12-year old school students. The sample was composed of 1,413 students. Cardiorespiratory fitness was measured by the 9-minutes walking/running test. Total cholesterol and systolic and diastolic blood pressure were measured and with their results cardiovascular risk factors reference were designed. The Receiver Operating Characteristic curve between cardiorespiratory fitness and cardiovascular risk factors reference identified the cut offs point values. The bivariate analysis and odds ratio (OR calculation was used to

  2. Risk factors for nonalcoholic steatohepatitis in cryptogenic cirrhosis Fatores de risco para esteatohepatite não-alcoólica na cirrose criptogênica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Benevides Leite

    2012-12-01

    cryptogenic cirrhosis and NASH. Only data related to fasting glycemia and HDL levels in male patients showed statistical similarities between both groups of patients.CONTEXTO: Em aproximadamente 10% dos pacientes com doença hepática crônica não é possível identificar um fator etiológico, sendo então rotulados como tendo cirrose criptogênica. Atualmente a esteatohepatite não-alcoólica (EHNA tem sido considerada como provável etiologia em parcela significativa desses pacientes. OBJETIVO: Estimar a prevalência de fatores de risco para EHNA em pacientes com cirrose criptogênica com o intuito de verificar uma possível relação causal entre as duas doenças. MÉTODOS: Estudo transversal em que foi avaliado o registro de dados demográficos e laboratoriais de pacientes com cirrose criptogênica com a finalidade de compará-los com aqueles obtidos de um grupo de pacientes com EHNA e de um grupo controle composto de cirróticos por hepatite C (HCV e/ou álcool. RESULTADOS: Foram avaliados 47 pacientes com cirrose criptogênica, 47 com EHNA e 196 com cirrose por HCV e/ou álcool. A média de idade dos pacientes com cirrose criptogênica foi 52 anos, enquanto a daqueles com EHNA foi 46,4 anos (P = 0,041. No grupo com cirosse criptogênica havia 23 mulheres e 24 homens. Naqueles com EHNA predominou o gênero feminino (68,1% e nos cirróticos por HCV e/ou álcool predominou o gênero masculino (64,8%, sem diferença estatística entre os grupos. Naqueles com cirrose criptogênica, a prevalência de glicemia de jejum alterada foi 68,2%; obesidade, 27,5%; hipercolesterolemia total, 27,9%; baixos níveis de HDL, 58,1% (81% nas mulheres e 36,4% nos homens; e hipertrigliceridemia, 16,3%. A comparação com dados observados nos pacientes com EHNA mostra semelhança estatística entre o perfil glicêmico (62,8% e níveis de HDL nos homens (53,8%. A comparação com os cirróticos relacionados ao HCV e/ou álcool mostra diferença estatística no perfil glicêmico (45

  3. Risk factors for central venous catheter-related infections in pediatric intensive care Fatores de risco para as infecções relacionadas ao caracter venoso central em terapia intensiva pediátrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Vilela

    2007-01-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To identify risk factors for short-term percutaneously inserted central venous catheter-related infections in children and to evaluate the accuracy of a mortality score in predicting the risk of infection. METHOD: After reviewing the charts of patients who developed catheter-related infection in a university hospital's pediatric intensive care unit, we conducted a case-controlled study with 51 pairs. Variables related to patients and to catheter insertion and use were analyzed. Risk factors were defined by logistic regression analysis. The accuracy of the Pediatric Risk of Mortality score to discriminate the risk for infection was tested using the Receiver Operating Characteristic curve. RESULTS: Infection was associated with respiratory failure, patient's length of stay, duration of tracheal intubation, insertion of catheter in the intensive care unit and parenteral nutrition. Insertion site (femoral or internal jugular was unimportant. Multivariate logistic regression analysis identified the following variables. Risk factors included more than one catheter placement (p=0.014 and duration of catheter use (p=0.0013, and protective factors included concomitant antibiotic use (p=0.0005 and an intermittent infusion regimen followed by heparin filling compared to continuous infusion without heparin (p=0.0002. Pediatric Risk of Mortality did not discriminate the risk of infection. CONCLUSIONS: Central parenteral nutrition and central venous catheters should be withdrawn as soon as possible. Femoral vein catheterization carries a risk of infection similar to internal jugular catheterization. The Pediatric Risk of Mortality score should not be used to predict the risk of central catheter-related infections.OBJETIVOS: Identificar fatores de risco para as infecções relacionadas a cateter venoso central de curta permanência, inserido por punção, em crianças e avaliar a eficiência de um escore de mortalidade pediátrica em prever o risco

  4. Avaliação dos fatores de risco para distúrbios de voz em professores e análise acústica vocal como instrumento de avaliação epidemiológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Aparecida Pizolato

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar fatores de risco para disfonia em professores e associá-los compresença de alteração vocal. MÉTODO: 102 professores(81 mulheres e 21 homens selecionados aleatoriamente de 11 escolas do município de Piracicaba/SP, com média de idade de 42,48 anos. Um questionário sobre aspectos do ambiente e organização do trabalho, comportamento vocal, estilo de vida e sinais e sintomas de alterações vocais foi aplicado.Uma análise acústica da voz foi realizada e as variáveis avaliadas dependentes foram Frequência Fundamental e a Intensidade média vocal. Foram realizadas associações entre as variáveis do questionário com a frequência fundamental e a intensidade média e utilizaram-se os testes estatísticos: Qui-quadrado, Exato de Fisher e cálculo do OddsRatio e este é um estudo clínico prospectivo. RESULTADOS: os indivíduos do sexo masculino tiveram menos chance de apresentarem frequência fundamental da voz alterada do que o gênero feminino (p<0,0001. As professoras que lecionavam para o ensino fundamental II e médio tiveram menos chance de apresentar alteração da frequência fundamental da voz do que aquelas que lecionavam para o ensino fundamental (p=0,04. O ruído ambiente teve associação significante com a alteração da intensidade média da voz (p=0,02. CONCLUSÃO: fatores como o sexo feminino lecionar para o ensino primário e estar exposto ao ruído do ambiente de trabalho foram considerados indicadores de risco para distúrbios da voz em professores.

  5. Programa de saúde da família: proposta para identificação de fatores de risco para o desenvolvimento neuropsicomotor Family health program: proposal for identification of risk factors for neuropsychomotor development

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta C. A. Amorim

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Este estudo teve por objetivos investigar a ocorrência de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor em uma comunidade assistida pelo Programa de Saúde da Família (PSF e verificar a sua associação com possíveis fatores de risco biológicos, ambientais e socioeconômicos. MÉTODOS: A amostra constou de 31 crianças, com 5 anos de idade, que foram avaliadas por meio do exame neurológico evolutivo (ENE segundo roteiro proposto por Coelho (1999*. O local do estudo foi o PSF do bairro de Brasilit, na Cidade de Recife, PE, Brasil, e os dados foram coletados mediante questionário contendo informações sobre a criança, sua mãe ou responsável, a situação socioeconômica da família e o domicílio. Para análise estatística dos resultados, utilizou-se o Qui-quadradode associação de Fisher, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: A coordenação apendicular foi o parâmetro que apresentou a maior frequência de déficit (90%, e o equilíbrio estático foi o item menos comprometido (12,9%. A frequência de déficit no equilíbrio estático foi mais elevada nas crianças que não participaram de creche (p=0,0163 e naquelas que passavam menor tempo com a mãe (p=0,0278. O déficit na persistência motora esteve estatisticamente associado à idade de início na creche (p=0,0415 e ao tempo pai-filho (p=0,0436. CONCLUSÕES: O PSF, além de se constituir num espaço valioso para o desenvolvimento de trabalhos desta natureza, demonstrou ser local adequado para o acompanhamento do desenvolvimento infantil.OBJECTIVES: To investigate the occurrence of delayed neuropsychological and motor development in a community assisted through the Family Health Program and to evaluate its association with possible biological, environmental and socioeconomic risk factors. METHODS: The sample consisted of 31 five-year-old children who were evaluated using the Neurological Development Test, following guidelines proposed by Coelho (1999*. The study

  6. Disfagia orofaríngea em pacientes com esclerose múltipla: as escalas de classificação da doença refletem a gravidade da disfagia?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro Murano Ferré Fernandes

    2013-08-01

    Full Text Available A esclerose múltipla é uma afecção neurológica que envolve distúrbios da deglutição. Muitos estudos têm mostrado associação entre o comprometimento neurológico e o desempenho da deglutição, porém, os resultados têm sido conflitantes. OBJETIVO: Identificar a frequência de disfagia nos pacientes com esclerose múltipla e os indicadores neurológicos que podem representar o desempenho da deglutição. MÉTODO: Neste estudo (estudo transversal, 120 pacientes com esclerose múltipla foram submetidos à avaliação funcional da deglutição por fibronasofaringolaringoscopia, cujos resultados foram comparados com a pontuação das escalas de classificação (Formas Clínicas Evolutivas da Doença, Escala de Incapacidade Funcional por Sistemas e Escala Ampliada de Incapacidade Funcional [Kurtzke Expanded Disability Status Scale]. RESULTADOS: A disfagia foi identificada em 90% dos pacientes. Dentre as formas clínicas, as formas progressivas (primária progressiva e secundária progressiva apresentaram com maior frequência disfagia grave, enquanto a forma remitente-recorrente apresentou mais frequentemente disfagia leve e moderada. Em relação à Escala de Incapacidade Funcional por Sistemas, as funções cerebelares, do tronco encefálico e mental tiveram associação com a disfagia, especialmente na forma grave. Quanto à Escala Ampliada de Incapacidade Funcional, pontuações mais altas se associaram aos quadros graves de disfagia. CONCLUSÃO: A disfagia é frequente em pacientes com esclerose múltipla, especialmente naqueles com maior comprometimento das funções neurológicas.

  7. Critérios clínicos utilizados por profissionais para liberação de dieta via oral em pacientes adultos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natalli Furmann

    2015-08-01

    Full Text Available Resumo:OBJETIVO:identificar critérios clínicos utilizados por profissionais para liberação de alimentação via oral em pacientes hospitalizados que apresentam risco para disfagia.MÉTODOS:participaram do estudo 48 profissionais que atuam em dois hospitais gerais de uma cidade do interior do Paraná. Os dados foram coletados por meio da aplicação de um questionário.RESULTADOS:100% dos profissionais consideram o nível de consciência importante para a deglutição, apenas 52,2% vê a importância da presença de deglutição salivar antes que se inicie via oral. Destes, 95,8% elencam Acidente vascular cerebral e Traumatismo cranioencefálico como principais doenças relacionadas a disfagia, porém nenhum apontou a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica. Além disso, somente 47,9% reconhecem a importância da avaliação fonoaudiológica após extubação orotraqueal independente do motivo da intubação ou patologia de base. E, 45,8% considera necessária oclusão do orifício da traqueostomia no momento da oferta alimentar, mostrando que não fazem a relação entre fisiologia da deglutição e uso da traqueostomia. Sobre alimentar um paciente com cânula plástica e balonete insuflado, 52,1% dos profissionais consideram ser possível e 47,9% dizem que não. Observa-se que 77,1% dos profissionais considera que a retirada da traqueostomia melhora e facilita o processo de deglutição, sendo este um percentual estatisticamente significante.CONCLUSÃO:há um conhecimento regular dos profissionais sobre o manejo das disfagias em âmbito hospitalar. Verifica-se a necessidade de um programa de formação continuada a equipe para melhoria do atendimento de pacientes disfágicos.

  8. Variáveis reprodutivas e risco para doenças benignas de mama: estudo caso-controle Reproductive variables and risk of benign breast diseases: a case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellen E. Hardy

    1990-10-01

    Full Text Available Foram estudadas 257 mulheres com diagnóstico de doença benigna de mama (DBM, atestado por anatomopatológico ou citologia, e um controle para cada uma delas. Foram apresentados resultados das possíveis relações entre variáveis reprodutivas e o risco para DBM. Os casos e controles foram comparados levando em conta a idade na menarca e na menopausa, o número de gravidezes, de meses em que amamentaram e de ciclos menstruais ovulatórios, e os antecedentes familiares de câncer de mama. Mostraram influência significativa, em relação às DBM, a nuliparidade, aumentando o risco enquanto a idade de 30 ou mais anos no primeiro parto o reduziu; o número de ciclos ovulatórios, que foi significativamente maior para os casos, e a média de meses de uso de pílula, menor entre as mulheres com DBM. O uso de contraceptivos orais apresentou um efeito protetor apenas quando a duração total do uso foi maior que dois anos. Os resultados não se revelaram novos ou diferentes se comparados com outros estudos, mas confirmam a relativa concordância entre os fatores de risco para DBM e para câncer de mama, ainda que as relações entre esses fatores e as DBM não sejam tão claras como o são para o câncer, e existam também algumas discrepâncias.The purpose of the study was the identification of risk factors for benign breast diseases (BBD; 257 women with BBD diagnosed through pathological anatomy or citology and a matched control for each were studied. Subjects were selected at The State University of Campinas Hospital and at a private clinic. To enter the study cases had to have a first diagnosis of BBD between October 1979 and August 1984. The following BBD were considered: dysplasia, fibroadenoma, cystic disease, papilloma and ductal ectasia. Reproductive variables were studied as risk factors, including menstrual ovulatory cycles. The date on which the BBD was diagnosed was defined as the index date. For controls, data were considered up to when

  9. Proposta de escore de risco pré-operatório para pacientes candidatos à cirurgia cardíaca valvar Propuesta de escore de riesgo preoperatorio para pacientes candidatos a cirugía cardiaca valvular Proposed preoperative risk score for patients candidate to cardiac valve surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Carlos Vieira da Costa Guaragna

    2010-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Estabelecer escore de risco para cirurgias cardíacas permite avaliar risco pré-operatório, informar o paciente e definir cuidados durante a intervenção. OBJETIVO: Pesquisar fatores de risco pré-operatórios para óbito em cirurgia cardíaca valvar e construir um modelo de risco simples (escore para mortalidade hospitalar para os pacientes candidatos à cirurgia no Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (HSL-PUCRS. MÉTODOS: A amostra do estudo inclui 1.086 pacientes adultos que realizaram cirurgia cardíaca valvar entre Janeiro de 1996 a Dezembro de 2007 no HSL-PUCRS. Regressão logística foi usada para identificar fatores de risco e mortalidade hospitalar. O modelo foi desenvolvido em 699 pacientes e seu desempenho foi testado nos dados restantes (n = 387. O modelo final foi criado com a análise da amostra total (n = 1.086. RESULTADOS: A mortalidade global foi 11,8%: 8,8% casos eletivos e 63,8% cirurgia de emergência. Na análise multivariada, 9 variáveis permaneceram preditores independentes para o desfecho: idade avançada, prioridade cirúrgica, sexo feminino, fração de ejeção 2,5 mg/dl ou diálise. A área sob a curva ROC foi 0,83 (IC: 95%, 0,78 - 0,86. O modelo de risco mostrou boa habilidade para mortalidade observada/prevista: teste Hosmer-Lemeshow foi x² = 5,61; p = 0,691 e r = 0,98 (coeficiente de Pearson. CONCLUSÃO: As variáveis preditoras de mortalidade hospitalar permitiram construir um escore de risco simplificado para a prática diária, que classifica o paciente de baixo, médio, elevado, muito elevado e extremamente elevado risco pré-operatório.FUNDAMENTO: Establecer un escore de riesgo para cirugías cardiacas permite evaluar el riesgo preoperatorio, informar al paciente y definir cuidados durante la intervención. OBJETIVO: Investigar factores de riesgo preoperatorios de muerte en cirugía cardiaca valvular y construir un modelo de riesgo simple (escore

  10. Risk-factors for antepartum fetal deaths in the city of São Paulo, Brazil Fatores de risco para mortes fetais anteparto no Município de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Furquim de Almeida

    2007-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess risk factors for antepartum fetal deaths. METHODS: A population-based case-control study was carried out in the city of São Paulo from August 2000 to January 2001. Subjects were selected from a birth cohort from a linked birth and death certificate database. Cases were 164 antepartum fetal deaths and controls were drawn from a random sample of 313 births surviving at least 28 days. Information was collected from birth and death certificates, hospital records and home interviews. A hierarchical conceptual framework guided the logistic regression analysis. RESULTS: Statistically significant factors associated with antepartum fetal death were: mother without or recent marital union; mother's education under four years; mothers with previous low birth weight infant; mothers with hypertension, diabetes, bleeding during pregnancy; no or inadequate prenatal care; congenital malformation and intrauterine growth restriction. The highest population attributable fractions were for inadequacy of prenatal care (40%, hypertension (27%, intrauterine growth restriction (30% and absence of a long-standing union (26%. CONCLUSIONS: Proximal biological risk factors are most important in antepartum fetal deaths. However, distal factors - mother's low education and marital status - are also significant. Improving access to and quality of prenatal care could have a large impact on fetal mortality.OBJETIVO: Analisar os fatores de risco para óbitos fetais anteparto. METODOS: Estudo de caso-controle de base populacional realizado no Município de São Paulo, SP, de agosto de 2000 a janeiro de 2001. Os indivíduos foram selecionados a partir de uma coorte de nascimentos, obtida por meio de vinculação de declarações de nascimento e óbito. Os casos foram 164 óbitos fetais anteparto e os controles, uma amostra aleatória de 313 de sobreviventes até 28 dias. Foram realizadas entrevistas domiciliares com as mães e aplicado protocolo hospitalar

  11. FACTORES DE RIESGO DE ETAS, EN UNA COMUNIDAD UNIVERSITARIA EN COLOMBIA FATORES DE RISCO PARA AQUISIÇÃO DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS, EM UMA UNIVERSIDADE EM COLOMBIA THE RISK FACTORS OF DTF, IN A COLOMBIA UNIVERSITY COMMUNITY

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LILIANA SERNA C.

    2012-06-01

    Full Text Available Los alimentos constituyen una necesidad inherente al ser humano, y estos deben ser consumidos inocuos, es decir, que no representen riesgo para la salud del consumidor. Como un mecanismo de protección de la salud de una comunidad universitaria, en este trabajo se identificaron y evaluaron los factores de riesgo para adquirir enfermedades trasmitidas por alimentos (ETA en 4 expendios de alimentos de una comunidad universitaria en Colombia. Se realizó un diagnóstico del cumplimiento de buenas prácticas de manufactura utilizando una metodología de fácil aplicación en cualquier país del mundo y se realizó análisis microbiológico de alimentos, equipos y superficies. Los principales factores de riesgo encontrados fueron la falta de programas documentados de limpieza y desinfección, la ausencia de programas de residuos sólidos, la deficiencia en los programas de control de plagas, el mal diseño de las edificaciones y la presencia de coliformes de origen fecal en jugos de fruta y en ensaladas frescas.Alimento é uma necessidade inerente à condição humana, e estes devem ser consumidos com segurança, ou seja, que não representem risco à saúde dos consumidores. Como um mecanismo para proteger a saúde de um comunidade universitária, neste trabalho foram identificados e avaliados fatores de risco para adquirir doenças transmitidas por alimentos (DTA em 4 estabelecimentos de comida em um colégio da comunidade na Colômbia. Um diagnóstico de conformidade com boas práticas de fabricação utilizando uma metodologia de fácil aplicação em qualquer país do mundo, e realizada análise microbiológica de alimentos, equipamentos e superfícies. Os principais fatores de risco encontrados foram a falta de programas documentados para limpeza e desinfecção, a ausência de programas de resíduos sólidos, a deficiência em programas de controle de pragas, a má concepção dos edifícios e à presença de coliformes fecais em sucos de

  12. Diagnóstico diferencial dos distúrbios motores esofagianos pelas características da disfagia Differential diagnosis of esophageal motor disorders based in characteristics of dysphagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerson R. DOMINGUES

    2001-01-01

    Full Text Available Racional -- A disfagia é um dos principais sintomas das doenças do esôfago e sua caracterização é importante para formulação de hipóteses diagnósticas e condução da propedêutica. A anamnese freqüentemente permite diferenciar as disfagias orgânicas das funcionais, porém a literatura carece de dados caracterizando este sintoma entre os diferentes distúrbios motores do esôfago. Objetivo - Avaliar se é possível a distinção entre os diferentes distúrbios motores diagnosticados pela esofagomanometria, tomando-se por base as características da disfagia. Métodos - Foram analisadas de forma retrospectiva, as características da disfagia (relação com a consistência do bolo alimentar, caráter e localização em 133 pacientes que realizaram esofagomanometria para esclarecimento diagnóstico. Resultados - A esofagomanometria foi anormal em 85% dos pacientes. As características da disfagia foram comparadas nos grupos de pacientes com acalásia, alterações espáticas do esôfago, distúrbios motores inespecíficos e exame normal. A distinção precisa entre os diferentes diagnósticos não foi possível, porém algumas características da disfagia puderam apontar para um ou outro grupo. Assim, nos pacientes com acalásia, a disfagia concomitante para sólidos e líquidos, de caráter constante e de localização baixa foi mais prevalente em relação a todos os outros grupos. Disfagia intermitente foi encontrada com maior freqüência nos portadores de alterações espáticas. As características da disfagia dos distúrbios motores inespecíficos se assemelharam às observadas nos pacientes com exame manométrico normal, sendo freqüentemente referida na região cervical. Conclusões - As características da disfagia podem auxiliar no diagnóstico presuntivo dos distúrbios motores, porém o estudo manométrico é necessário para o diagnóstico definitivo.Background - Dysphagia is one of principal symptoms of esophageal

  13. Fatores de risco para o câncer de esôfago: estudo caso-controle em área metropolitana da região Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy Agostinho Gimeno

    1995-06-01

    Full Text Available A associação do câncer de esôfago com os hábitos de fumar e beber, escolaridade e fatores nutricionais foi verificada em um estudo epidemiológico tipo caso-controle, conduzido no Município de São Paulo (Brasil. Oitenta e cinco casos foram comparados com 292 controles hospitalares, com diferentes diagnósticos, inclusive outros tipos de câncer. Estimativas brutas, por ponto e por intervalo, dos odds ratios, foram obtidas para as variáveis de estudo. Com base nos resultados da análise bruta, foram selecionadas oito variáveis para a utilização de análise logística multivariada. O modelo final sugere que tanto o hábito de beber [odds ratio = 3,68; intervalo com 95% de confiança (1,74 - 7,78], como o de fumar [odds ratio = 4,86; intervalo com.95% de confiança (1,95 - 12,13] e o consumo freqüente de pimenta [odds ratio = 2,48; intervalo com 95% de confiança (1,46 - 4,23] são fatores de risco importantes para a doença. Obteve-se odds ratio 3,43 (1,31 - 8,97 para o hábito de fumar cigarro comum e odds ratio 4,18 (1,38 - 12,66 para cigarro de palha.

  14. Fatores de risco para o câncer de esôfago: estudo caso-controle em área metropolitana da região Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gimeno Suely Godoy Agostinho

    1995-01-01

    Full Text Available A associação do câncer de esôfago com os hábitos de fumar e beber, escolaridade e fatores nutricionais foi verificada em um estudo epidemiológico tipo caso-controle, conduzido no Município de São Paulo (Brasil. Oitenta e cinco casos foram comparados com 292 controles hospitalares, com diferentes diagnósticos, inclusive outros tipos de câncer. Estimativas brutas, por ponto e por intervalo, dos odds ratios, foram obtidas para as variáveis de estudo. Com base nos resultados da análise bruta, foram selecionadas oito variáveis para a utilização de análise logística multivariada. O modelo final sugere que tanto o hábito de beber [odds ratio = 3,68; intervalo com 95% de confiança (1,74 - 7,78], como o de fumar [odds ratio = 4,86; intervalo com.95% de confiança (1,95 - 12,13] e o consumo freqüente de pimenta [odds ratio = 2,48; intervalo com 95% de confiança (1,46 - 4,23] são fatores de risco importantes para a doença. Obteve-se odds ratio 3,43 (1,31 - 8,97 para o hábito de fumar cigarro comum e odds ratio 4,18 (1,38 - 12,66 para cigarro de palha.

  15. Estudo das freqüências dos principais fatores de risco para acidente vascular cerebral isquêmico em idosos Study of the main risk factors frequencies for ischemic cerebrovascular disease in elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Luciano Pires

    2004-09-01

    Full Text Available Foram estudados retrospectivamente 262 pacientes com diagnóstico clínico de acidente vascular cerebral isquêmico (AVCi permanente, com idade igual ou superior a 60 anos, selecionados dos 1015 registros da Liga de Aterosclerose da Clínica Neurológica da ISCMSP, de 1990 a 2002. O estudo focalizou as freqüências dos fatores de risco modificáveis para AVCi nesta população idosa, considerando-se sexo e faixa etária dos pacientes. Os resultados evidenciaram que a hipertenção arterial sistêmica é significativamente freqüente (87,8% entre pacientes idosos com AVCi, independentemente do sexo e da faixa etária. Tabagismo (46,9% e etilismo (35,1% revelaram-se fatores de riscos modificáveis freqüentes especialmente entre os homens. As cardiopatias (27,0%, o Diabete Melito (19,9% e as dislipidemias (15,6% também se revelaram fatores de risco modificáveis freqüentes em pacientes idosos com AVCi, em ambos os sexos e em ambas as faixas etárias estudadas (60 a 70 anos e mais que 71 anos. Foi relativamente baixa a freqüência de hiperuricemia nesta amostra.Two hundred and sixty two patients with clinical diagnosis of permanent ischemic stroke, all of them aged 60 or more were retrospectively studied from the 1015 cerebrovascular diseases (CVD records of the Atherosclerosis Ligue of the Neurology Clinics of the ISCMSP, from 1990 to 2002. The study emphasized modifiable risk factors frequencies for ischemic stroke in this population, considering gender and age of the patients. Results have evidenced that systemic arterial hypertension is a main risk factor significantly frequent in old people (87.8%, independently of gender and age. Smoking (46.9% and alcohol consumption (35.1% have revealed to be very frequent important modifiable risk factors especially among men. Lower frequencies have been presented for cardiac diseases (27.0%, Diabetes Melitus (19.9%, and dislipidemia (15.6% as risk factors for ischemic stroke in old people of both

  16. Estratégias desenvolvidas por usuários de crack para lidar com os riscos decorrentes do consumo da droga Strategies developed by crack users to deal with the risks resulting from the consumption

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Abeid Ribeiro

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi identificar, sob a ótica de usuários de crack, quais são as estratégias que eles utilizam para minimizar ou evitar os riscos decorrentes do consumo de crack. MÉTODO: Utilizou-se método qualitativo de pesquisa, desenvolvido mediante entrevistas semiestruturadas em profundidade. Foi entrevistada uma amostra intencional por critérios, composta por 30 usuários de crack, selecionados por meio de informantes-chave e distribuídos em oito diferentes cadeias. As entrevistas foram transcritas literalmente, inseridas e analisadas no software NVivo 8, com exploração dos dados mediante a técnica de análise de conteúdo. RESULTADOS: Os entrevistados acreditam que os maiores riscos decorrentes da dependência do crack sejam os relacionados aos efeitos psíquicos da droga, como fissura, sintomas paranoides transitórios e sintomas depressivos, assim como os decorrentes da ilegalidade dela, como a polícia e as questões referentes ao tráfico. Entretanto, os riscos de complicações físicas do consumo quase não foram apontados. As estratégias se concentraram no controle dos efeitos psíquicos, principalmente pelo consumo de álcool e maconha. Para lidar com as consequências da ilegalidade da droga, mostraram se preocupar com a postura que adotam perante o traficante e a polícia. CONCLUSÕES: As estratégias desenvolvidas pelos usuários focam na tentativa de se autoprotegerem principalmente dos episódios de violência e no alívio de sintomas desagradáveis causados pela droga - principalmente fissura e sintomas paranoides transitórios. Essas estratégias podem parecer efetivas a curto prazo, porém apresentaram riscos de longo prazo, tais como dependência de álcool e maconha.OBJECTIVES: The aim of this study was to identify, from the perspective of crack users, what are the strategies used to minimize or avoid the risks associated with consumption of crack. METHOD: A qualitative research method was

  17. Risk factors for maternal death in patients with severe preeclampsia and eclampsia Fatores de risco para morte materna em pacientes com pré-eclâmpsia grave/ eclâmpsia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melania Maria Ramos de Amorim

    2001-12-01

    Full Text Available OBJECTIVES: to determine the principal death causes in patients with severe preeclampsia/eclampsia and identify related risk factors. METHODS: a case-control study was performed comprising all cases of maternal death (n = 20 in patients with severe preeclampsia or eclampsia (n = 2.541. 80 controls (survivors were randomly selected. The odds ratio and an estimate of maternal death relative risk were determined, and a multiple logistic regression analysis performed to determine the adjusted odds ratio. RESULTS: the basic causes for death were: acute pulmonary edema, disseminated intravascular coagulopathy, hemorrhagic shock, pulmonary embolism, acute renal failure, sepsis and three cases of undetermined causes of death. The principal risk factors were: age > 25 years old, multiparity, gestational age 110mmHg, convulsions, chronic systemic arterial hypertension, HELLP syndrome, pulmonary edema, normally inserted abruptio placenta, disseminated intravascular coagulation, acute renal failure. Variables persistently related to maternal death were: HELLP syndrome, eclampsia, acute pulmonary edema, eclampsia, chronic hypertension and lack of prenatal care. CONCLUSIONS: the principal risk factors for death in women with preeclampsia/eclampsia are the lack of prenatal care, associated to chronic hypertension, HELLP syndrome, eclampsia and acute pulmonary edema.OBJETIVOS: determinar as principais causas de óbito em pacientes com pré-eclâmpsia grave/eclâmpsia e identificar os fatores de risco associados. MÉTODOS: realizou-se um estudo de caso-controle, com todos os casos de morte materna (n = 20 em pacientes com pré-eclâmpsia grave ou eclâmpsia (n = 2.541. Selecionaram-se aleatoriamente 80 controles (sobreviventes. Determinou-se o odds ratio como estimativa do risco relativo de morte materna, realizando-se análise de regressão logística múltipla para determinação do odds ratio ajustado. RESULTADOS: as causas básicas de óbito foram: edema

  18. Identificação de tipos de papilomavirus e de outros fatores de risco para neoplasia intra-epitelial cervical Identification of papillomavirus types and other risk factors for cervical intraepithelial neoplasia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Terezinha Tenório da Silva

    2006-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar os fatores de risco para neoplasia intra-epitelial cervical (NIC e os tipos de papilomavírus humano (HPV em mulheres com NIC, e comparar com os tipos de HPV entre as que apresentam colo normal. MÉTODOS: foram estudadas 228 pacientes, sendo 132 portadoras de NIC (casos e 96 mulheres com colo normal (controles. Nos dois grupos, formados por pacientes selecionadas entre aquelas que procuraram atendimento no mesmo hospital e residiam em área próxima ao local da pesquisa, a média etária foi semelhante (34,0±8,3 anos, com predomínio de casadas. Os possíveis fatores de risco para NIC foram investigados com aplicação de questionário, pesquisando: idade, estado civil, grau de escolaridade, idade do primeiro coito, número de gestações, número de parceiros sexuais, método contraceptivo utilizado, referência de doenças sexualmente transmissíveis (DST anteriores e tabagismo, comparados entre os grupos estudados. Foram coletadas amostras para colpocitologia oncótica e, a seguir, para pesquisa de HPV por reação em cadeia de polimerase (PCR, utilizando iniciadores (primers MY09 e MY11, procedendo-se então ao exame colposcópico e exame histopatológico. Para análise estatística de associação de NIC com fatores de risco, utilizaram-se odds ratio com intervalo de confiança e os testes chi2 e Fisher, ao nível de significância de 0,05. Empregou-se ainda o método de regressão logística testado com significância expressa pelo valor de p com grau de máxima verossimilhança. RESULTADOS: no modelo de regressão logística permaneceram as variáveis: infecção por HPV de alto risco oncogênico (OR=12,32; IC 95%: 3,79-40,08, referência à DST anterior (OR=8,23; IC 95%: 2,82-24,04, idade precoce do primeiro coito (OR=4,00; IC 95%: 1,70-9,39 e tabagismo (OR=3,94; IC 95%: 1,73-8,98. A PCR foi positiva em 48,5% e 14,6% nos grupos caso e controle, respectivamente. CONCLUSÕES: o fator de risco principal para NIC foi

  19. Risco de queda da cama. O desafio da enfermagem para a segurança do paciente Riesgo de caída de la cama. El desafío de la enfermería para la seguridad del paciente Risk of falling out of bed. Nursing’s challenge for the patient’s safety

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Inoue

    2011-11-01

    Full Text Available Objetivo. Avaliar os fatores associados ao risco de cair-se da cama dos pacientes. Metodologia. Estudo descritivo de corte transversal realizado em dois hospitais universitários públicos (A e B. Utilizou-se o Instrumento de Registro de Buscas Ativa e se determinou o risco de cair-se da cama por observação do paciente e verificação de fatores de risco consignados na história clínica. Resultados. Realizaram-se 1 307 observações. O risco de cair-se da cama esteve presente em mais da metade dos pacientes. O risco de queda foi significativamente maior nos homens, em pacientes com idade igual ou superior a 60 anos e nas pessoas com doença neurológica. Por hospital, B teve maior percentagem de queda da cama para seus pacientes com risco (91.6% em comparação com o A (69.9%. Conclusão. Há um alto risco de queda da cama para os pacientes hospitalizados, especialmente no hospital B. É necessário melhorar o atendimento de enfermagem e fazer transformações no espaço físico, com o fim de oferecer ao paciente a máxima qualidade no serviço.Objetivo. Evaluar los factores asociados al riesgo que presentan los pacientes de caerse de la cama. Metodología. Estudio descriptivo de corte transversal realizado en dos hospitales universitarios públicos (A y B. Se utilizó el Instrumento de Registro de Búsquedas Activa y se determinó el riesgo de caerse de la cama por observación del paciente y verificación de factores de riesgo consignados en la historia clínica. Resultados. En total, se realizaron 1 307 observaciones. El riesgo estuvo presente en más de la mitad de los pacientes. Además, fue significativamente mayor en los hombres, en mayores de 60 años, y en las personas que tenían una enfermedad neurológica. Por hospital, de los pacientes con riesgo de caída el 91.6% de los del B tuvieron riesgo elevado de caída versus un 69.9% de los pacientes de A. Conclusión. Hay un alto riesgo de caída de la cama para los pacientes

  20. Migraine patients should be cautiously followed for risk factors leading to cardiovascular disease Pacientes com migrânea devem ser acompanhados com cuidado com relação aos fatores de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivan Rocha Ferreira da Silva

    2013-02-01

    Full Text Available Migraine and ischemic strokes are two of the most prevalent diseases worldwide. Besides having a coincident symptomatology, for long researchers have been searching for a possible causal relation between these diseases. Current evidence based on data suggest that patients with aura migraine could have a doubled risk of developing an ischemic stroke, when compared to the rest of the population. At the same time, migraine sufferers apparently have higher incidences of risk factors for cardiovascular events. The aim of this review was not only to dissect some of the more compelling evidence based on data regarding this association, but also to discuss the possible clinical and therapeutic implications.Migrânea e acidentes vasculares cerebrais isquêmicos (AVCI são duas das doenças de maior prevalência em todo o mundo. Além de apresentarem alguns sintomas em comum, há muito tempo pesquisadores procuram investigar uma relação causal entre as duas. As informações atuais baseadas em evidência sugerem que pacientes com migrânea com aura podem ter um risco duas vezes maior de desenvolver AVCI, quando comparados com o restante da população. Ao mesmo tempo, aqueles sofrem de migrânea possuem aparentemente maior incidência de fatores de risco para eventos cardiovasculares. O objetivo desta revisão foi não apenas avaliar grande parte das mais importantes e convincentes evidências científicas sobre esta associação, mas também discutir suas possíveis implicações clínicas e terapêuticas.

  1. Probabilistic tools for assessment of pest resistance risk associated to insecticidal transgenic crops Métodos probabilísticos para quantificação de risco de resistência de pragas a culturas transgênicas inseticidas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Holanda Nunes Maia

    2004-10-01

    ção útil para definição de estratégias de manejo para retardar o processo de evolução da resistência. O risco de resistência é definido como a probabilidade de a freqüência do alelo de resistência à toxina Bt (RFreq na população da praga alvo ser superior a um valor crítico (CriticalFreq. Modelos matemáticos de simulação têm sido utilizados para estimar RFreq ao longo das gerações da praga. Em 1998, Caprio desenvolveu um modelo determinístico, com poucos parâmetros, que produz estimativas pontuais de RFreq a partir de informações também pontuais sobre os parâmetros e variáveis de decisão envolvidos no processo. Neste trabalho, o risco de resistência foi estimado utilizando o modelo de Caprio, incorporando-se incerteza ao parâmetro freqüência inicial do alelo de resistência (InitialFreq. Avaliou-se o efeito de diferentes distribuições de InitialFreq sobre as estimativas de risco. Observou-se que essas estimativas são afetadas pela distribuição de InitialFreq de modo diferenciado ao longo das gerações. As estimativas obtidas considerando a distribuição Normal são similares àquelas considerando a distribuição Triangular quando as referidas distribuições têm a mesma variância. O uso da distribuição Uniforme, em vez da Normal ou Triangular, leva à superestimação das estimativas de risco de resistência nas gerações iniciais e subestimação nas gerações subseqüentes àquela em que a CriticalFreq é atingida.

  2. Fatores de risco para violência contra a mulher no contexto doméstico e coletivo Risk factors for violence against women in the domestic and collective contexts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiza Jane Eyre de Souza Vieira

    2008-09-01

    Full Text Available Este trabalho descreve os fatores de risco para violência doméstica e coletiva contra a mulher, a compreensão dessas mulheres sobre a violência doméstica e coletiva e a aplicação do Modelo Calgary de Avaliação em Famílias (MCAF, em moradores de uma comunidade, em Fortaleza, Ceará. Foi um estudo de caso com 20 famílias, e, entre estas, foram escolhidas quatro que apresentaram maior potencial para violência contra a mulher, em 2005. Os resultados mostraram que as mulheres conhecem alguns fatores de risco para violência, porém aparentam não saber agir no sentido de evitá-la; as condições desfavoráveis de habitação e entorno familiar são percebidos como risco. A violência é percebida, principalmente pela mulher, como "algo comum" no cotidiano do casal. O álcool, o uso da droga ilícita, o desemprego e a baixa escolaridade também agravam a ocorrência da violência entre as famílias participantes. Conclui-se que as mulheres enfrentam, em seu cotidiano, diferentes modos de violência. Elas vivem em um sistema de isolamento social e político que pode contribuir para a reprodução de mecanismos mais complexos de violência, impedindo-as de manifestarem-se de forma mais autônoma.This article describes risk factors for domestic and collective violence against women, these women's understanding of domestic and collective violence and the administration of the Calgary Family Assessment Model (CFAM to community residents in the city of Fortaleza, state of Ceará. It was a case study conducted in 2005 with 20 families. Four families were selected because they showed high potential for violence against women. The results showed that the women know about some risk factors for violence; however, they apparently do not know how to act with the objective of avoiding it. Unfavorable housing and family conditions are perceived as risk factors. Violence is perceived by the woman as something common in the daily life of the couple

  3. A prevalência cumulativa de fatores de risco para doença cardiovascular em adolescentes iranianos: IHHP-HHPC Cumulative prevalence of risk factors for atherosclerotic cardiovascular diseases in Iranian adolescents: IHHP-HHPC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roya Kelishadi

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a prevalência cumulativa dos fatores de risco para a doença cardiovascular aterosclerótica numa amostra de adolescentes iranianos. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com 1000 meninas e 1000 meninos, com idade entre 11 e 18 anos, selecionados através de uma amostragem aleatória multietapas à base de conglomerados das áreas urbana e rural de três cidades iranianas. RESULTADOS: As taxas de prevalência de inatividade física, dislipidemia, tabagismo, pressão arterial alta e obesidade (índice de massa corporal >P95 foram 66,6, 23,7, 8,7, 5,7 e 2,2%, respectivamente. Dentre os indivíduos estudados, 79,1% apresentaram pelo menos um e 24,6% tiveram dois fatores de risco para doença cardiovascular. A prevalência de inatividade física foi significativamente menor entre os meninos que entre as meninas [53,9 contra 79,3%, respectivamente, OR IC95%, 0,44 (0,39-0,51]. A prevalência de tabagismo foi maior nos meninos que nas meninas [13,1 contra 4,2%, respectivamente, OR IC95%, 3,4 (2,4-4,9]. CONCLUSÃO: Considerando a alta prevalência de fatores de risco para doença cardiovascular em adolescentes, deve-se garantir intervenções que sejam adequadas à idade e sensíveis a aspectos culturais para que medidas preventivas possam ser tomadas em tempo hábil.OBJECTIVE: To evaluate the cumulative prevalence of atherosclerotic cardiovascular disease risk factors in a representative sample of Iranian adolescents. METHODS: The subjects of this cross-sectional study were 1,000 girls and 1,000 boys, ages 11-18 years, selected by multi stage-random cluster sampling from urban and rural areas of three cities in Iran. RESULTS: The prevalence of physical inactivity, dyslipidemia, smoking, high blood pressure and obesity (body mass index >95th percentile were 66.6, 23.7, 8.7, 5.7 and 2.2%, respectively. Of subjects studied, 79.1% had at least one and 24.6% had two cardiovascular disease risk factors. The prevalence of physical

  4. Modelo multidimensional para o controle da dengue: uma proposta com base na reprodução social e situações de riscos Multidimensional model for dengue control: a proposal based on social reproduction and risk situations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Laurentino dos Santos

    2011-01-01

    Full Text Available O objetivo do artigo consiste em apresentar e discutir um modelo compreensivo/explicativo, de caráter ecossistêmico, sobre o processo de transmissão da dengue nos níveis de micro e macrocontexto, a partir da identificação das situações de riscos envolvidas. Considerou-se a dengue como doença infecciosa viral de transmissão vetorial que traz, na sua dinâmica de transmissão, elementos das dimensões biológicas, de conduta, ecológicas, políticas e econômicas, o que a caracteriza como um problema complexo e exige um enfoque sistêmico para seu controle. Assim, para a construção da modelagem, utilizaram-se o enfoque teórico da reprodução social de Juan Samaja e seus condicionantes de macro e microcontexto, e o enfoque operativo ecossistêmico, que buscou responder à pergunta condutora desta construção: quais são as situações de risco para transmissão da dengue, considerando as diversas dimensões da "reprodução social da saúde" no nível local? A visão ampliada das inter-relações entre as diversas situações de risco envolvidas na determinação multidimensional da dengue poderá servir como eixo direcionador para uma gestão integrada das ações do programa de controle da doença, articuladas entre os diversos setores envolvidos.This paper aims to present and discuss a comprehensive / explanatory model, of ecosystem approach, on the process of transmission of dengue in the levels of micro and macro context, from the identification of the risks involved. Dengue was considered a viral infectious disease of vectorial transmission that carries on its transmission dynamics, elements of the biological, behavioral, ecological, political and economic dimensions, that make it a complex problem and require a systemic approach to its control. Thus, for the construction of modeling, we used the theoretical framework of social reproduction of Juan Samaja and its conditions of macro and micro-context, and the operating

  5. Mate (chimarrão é consumido em alta temperatura por população sob risco para o carcinoma epidermóide de esôfago

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BARROS Sérgio Gabriel Silva de

    2000-01-01

    Full Text Available Introdução -- O mate, ou chimarrão, uma infusão popular de uma erva (Ilex paraguayensis bebida em grandes volumes, é um conhecido fator de risco para carcinoma epidermóide de esôfago e há suspeitas de que a água quente utilizada para o consumo possa ser fator importante na carcinogênese. Métodos - Pesquisou-se a temperatura em que a infusão é ingerida por uma amostragem da população sob risco para carcinoma epidermóide de esôfago. Realizaram-se entrevistas com indivíduos consumidores de mate na área urbana de Taquara, RS, com relação aos hábitos de ingestão de mate, e a temperatura do mate foi medida através de termômetros de precisão. A percepção da temperatura, estimada pelos usuários, foi também registrada. Resultados - Em 36 residências, 107 pessoas estavam ingerindo mate. A maioria bebia a infusão diariamente (97,2% e o consumo médio diário foi de 1.265 mL por usuário (desvio padrão de 1.132 mL, variando de 250 a 6.000 mL. A temperatura medida era igual ou superior a 60 º C em 72% das residências, com média de 63,4 º C (51-78 º C e mediana de 64,4 º C. Conclusão - Neste estudo foi possível evidenciar que o mate é consumido em grandes volumes e alta temperatura e que os usuários não foram capazes de estimar corretamente a temperatura do mate consumido. A temperatura elevada do mate consumido nessa população pode estar contribuindo à carcinogênese esofágica.

  6. Risk factors for preterm births in São Luís, Maranhão, Brazil Fatores de risco para prematuridade em São Luís, Maranhão, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Maria de Farias Aragão

    2004-02-01

    Full Text Available Preterm birth continues to be one of the main causes of neonatal morbidity and mortality. The objective of the present study was to identify risk factors for preterm birth in São Luís, Maranhão, Brazil. The sample consisted of hospital births at 10 public and private hospitals from March 1, 1997 to February 28, 1998. A total of 2,443 live births were randomly selected, excluding multiple deliveries and stillbirths. Preterm birth rate in São Luís was 12.7%. Risk factors for preterm delivery were maternal age below 18 years, family income equal to or less than one minimum wage/ month, primiparity, vaginal delivery at a public hospital, single mothers (or living without a partner, and absence of prenatal care. The following factors remained associated with preterm birth after multivariate analysis to control for confounding: maternal age below 18 years (OR = 1.9, primiparity (OR = 1.5, and failure to appear for scheduled prenatal care visits (OR = 1.5.A prematuridade continua sendo uma das principais causas de morbidade e mortalidade neonatal. O presente estudo tem como objetivo identificar os fatores de risco para a prematuridade em São Luís, Maranhão, Brasil. Foi estudada uma amostra de partos hospitalares ocorridos em dez hospitais públicos e privados no período de 1º de março de 1997 a 28 de fevereiro de 1998. Foram selecionados 2.443 nascidos vivos de forma aleatória, sendo excluídos os nascimentos de partos múltiplos e os natimortos. A incidência de nascimentos pré-termo em São Luís foi de 12,7%. Os fatores de risco para a prematuridade foram: idade materna menor de 18 anos, renda familiar menor ou igual a um salário mínimo, primiparidade, nascer em hospital público e de parto vaginal, viver sem companheiro, e não ter feito pré-natal. Após análise multivariável para controle dos fatores de confundimento, permaneceram associados ao nascimento prematuro: idade materna menor de 18 anos (OR = 1,9, primiparidade (OR = 1

  7. Use of cereal bars with quinoa (Chenopodium quinoa W. to reduce risk factors related to cardiovascular diseases Consumo de barras de cereais com quinoa (Chenopodium quinoa W. para reduzir fatores de risco de doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Maria Vasques Farinazzi-Machado

    2012-06-01

    Full Text Available Quinoa is considered a pseudocereal with proteins of high biological value, carbohydrates of low glycemic index, phytosteroids, and omega-3 and 6 fatty acids that bring benefits to the human health. The purpose of this study was to investigate the effects of quinoa on the biochemical and anthropometric profile and blood pressure in humans, parameters for measuring risk of cardiovascular diseases. Twenty-two 18 to 45-year-old students were treated daily for 30 days with quinoa in the form of a cereal bar. Blood samples were collected before and after 30 days of treatment to determine glycemic and biochemical profile of the group. The results indicated that quinoa had beneficial effects on part of the population studied since the levels of total cholesterol, triglycerides, and LDL-c showed reduction. It can be concluded that the use of quinoa in diet can be considered beneficial in the prevention and treatment of risk factors related to cardiovascular diseases that are among the leading causes of death in today's globalized world. However, further studies are needed to prove the benefits observed.A quinoa é considerada um pseudocereal com proteínas de alto valor biológico, carboidratos de baixo índice glicêmico, fitosteróis e ácidos graxos ômega 3 e 6. O objetivo deste trabalho foi verificar os efeitos da quinoa no perfil bioquímico e antropométrico e pressão arterial em humanos, parâmetros dos fatores de risco para doenças cardiovasculares. Vinte e dois estudantes com 18 a 45 anos de idade foram tratados diariamente, por 30 dias, com quinoa sob a forma de barra de cereal. As amostras de sangue foram coletadas antes e após os 30 dias do tratamento para determinar o perfil glicêmico e bioquímico do grupo. Os resultados mostraram efeitos positivos do uso da quinoa já que se observou redução significativa nos valores de colesterol total, triglicerídeos e LDL-c. Conclui-se que o uso da quinoa na alimentação pode ser considerado

  8. Estudo de fatores de risco para óbitos de menores de um ano mediante compartilhamento de bancos de dados Investigation of risk factors for infant mortality by linking health databases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Maria Ramos do Nascimento

    2008-11-01

    Full Text Available Para identificar fatores de risco para óbitos de menores de um ano em Salvador, mediante compartilhamento de banco de dados, foi realizado um estudo caso-controle, cujos indivíduos foram selecionados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM; 2000 e 2001 e do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC; 2000. Para tal, aplicou-se a técnica de linkage ou compartilhamento de bancos de dados e utilizou-se o programa Access 2000, versão 9.0. As variáveis independentes foram levantadas do SINASC. A associação entre possíveis fatores de risco e óbito de menores de um ano foi avaliada por regressão logística. Prematuridade, ocupação materna como empregada doméstica, dona de casa ou estudante, parto em unidade do setor público, número inadequado de consultas de pré-natal e baixo peso ao nascer foram preditores de óbitos das crianças. A ausência de registro de dados e preenchimento incorreto de campos foram dificuldades enfrentadas no processo de compartilhamento. Apenas 40,9% dele foram realizados eletronicamente. Apesar dessas limitações, o uso complementar permitiu maior aproveitamento desses sistemas e possibilitou a formulação de críticas que podem estimular o seu aperfeiçoamento.In order to identify risk factors for infant mortality (< 1 year of age in Salvador, Bahia State, Brazil, by means of data bank linkage, a case-control study was performed, selecting individuals from the Mortality Information System (SIM; 2000 and 2001 and the Information System on Live Births (SINASC; 2000. The database linkage or data-sharing technique was used, with the Access 2000 software, version 9.0. Independent variables were collected from the SINASC database. The association between potential risk factors and infant death was evaluated by logistic regression. Prematurity, maternal occupation as a domestic servant, housewife, or student, delivery in public health services, insufficient number of prenatal visits, and low

  9. Prevalence and risk factors for stroke in a population of Southern Brazil Prevalência e fatores de risco para AVC numa população do sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leslie Copstein

    2013-05-01

    Full Text Available Stroke is the leading cause of death in many countries of Latin America. Population studies are necessary in this region. Objectives: To evaluate the prevalence of stroke and its risk factors in a population of vulnerable communities of southern Brazil. Methods: Population-based crosssectional study with systematic sampling. Individuals aged 20 and over were included (n=3,391. Individuals with previous diagnosis of stroke or identified by a validate stroke questionnaire were compared with those without stroke in many variables. Results: 285 individuals (8.4% had previous stroke. The group without stroke showed greater average of years of study than the group with stroke (p≪0.001. Multivariable analysis identified as risk factors for stroke (p≪0.05: age from 40 to 59, age from 60 to 79, widowhood, present smoking, previous smoking, hypertension and ischemic heart disease. Conclusion: The findings in this population indicate the need of preventive cost-effective public health policies in Brazil.O acidente vascular cerebral (AVC é a principal causa de morte em muitos países da América Latina. Objetivos: Avaliar prevalência e fatores de risco para AVC em população de comunidades vulneráveis no sul do Brasil. Métodos: Estudo transversal de base populacional com amostragem sistemática. Foram incluídos os indivíduos a partir de 20 anos de idade (n=3.391. Indivíduos com prévio diagnóstico de AVC ou identificados por questionário validado para AVC foram comparados àqueles sem AVC em diversas variáveis. Resultados: 285 indivíduos (8,4% referiram AVC prévio. O grupo sem AVC teve maior média de anos de estudo que o grupo com AVC (p≪0,001. Foram identificados como fatores de risco para AVC (p≪0,05: idade de 40 a 59 anos, idade de 60 a 79 anos, viuvez, tabagismo no presente, tabagismo no passado, hipertensão arterial sistêmica e doença isquêmica do coração. Conclusão: São necessárias no Brasil políticas de saúde p

  10. Physical and psychosocial risk factors for musculoskeletal disorders in Brazilian and Italian nurses Fatores de risco físico e psicossocial para distúrbios musculoesqueléticos em enfermeiras brasileiras e italianas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michele Carugno

    2012-09-01

    Full Text Available As part of the international CUPID investigation, we compared physical and psychosocial risk factors for musculoskeletal disorders among nurses in Brazil and Italy. Using questionnaires, we collected information on musculoskeletal disorders and potential risk factors from 751 nurses employed in public hospitals. By fitting countryspecific multiple logistic regression models, we investigated the association of stressful physical activities and psychosocial characteristics with site-specific and multisite pain, and associated sickness absence. We found no clear relationship between low back pain and occupational lifting, but neck and shoulder pain were more common among nurses who reported prolonged work with the arms in an elevated position. After adjustment for potential confounding variables, pain in the low back, neck and shoulder, multisite pain, and sickness absence were all associated with somatizing tendency in both countries. Our findings support a role of somatizing tendency in predisposition to musculoskeletal disorders, acting as an important mediator of the individual response to triggering exposures, such as workload.Como parte da pesquisa internacional CUPID, comparamos os fatores de risco físico e psicossocial para distúrbios osteomusculares entre enfermeiras no Brasil e na Itália. Foram coletados dados com questionários sobre distúrbios osteomusculares e seus fatores de risco potenciais com 751 enfermeiros de hospitais públicos. Com modelos de regressão logística específicas para cada país, investigamos a associação entre atividades físicas estressantes e as características psicossociais, com dores em sítios específicos e múltiplos, assim como ausências motivadas por doença. Não encontramos clara relação entre dor lombar e levantamento de pesos, porém dores no pescoço e ombros foram as mais relatadas entre as enfermeiras que realizam trabalho prolongado, com braços elevados. As dores na lombar, pesco

  11. Fatores de risco para macrossomia fetal em gestações complicadas por diabete ou por hiperglicemia diária Fetal macrosomia risk factors in pregnancies complicated by diabetes or daily hyperglycemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Teresa Rodrigues Lima Kerche

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar fatores de risco para a macrossomia fetal na população de gestantes portadoras de diabete ou hiperglicemia diária. MÉTODOS: estudo retrospectivo, tipo caso-controle, incluindo 803 pares de mães e recém-nascidos desta população específica, distribuídos em dois grupos: macrossômicos (casos, n=242 e não macrossômicos (controles, n=561. Foram comparadas variáveis relativas à idade, paridade, peso e índice de massa corporal (IMC, ganho de peso (GP, antecedentes de diabete, hipertensão arterial e tabagismo, tipo e classificação do diabete e indicadores do controle glicêmico no terceiro trimestre. As médias foram avaliadas pelo teste F e as variáveis categorizadas foram submetidas à análise univariada, utilizando-se o teste do chi². Os resultados significativos foram incluídos no modelo de regressão múltipla, para identificação do risco independente de macrossomia, considerando-se OR, IC 95% e valor de p. Para todas as análises foi estabelecido o limite de significância estatística de 5% (p25 kg/m², antecedentes pessoais, obstétricos e, especificamente, o de macrossomia, classificação nos grupos de Rudge (IB e IIA + IIB, média glicêmica (MG >120 mg/dL e média de glicemia pós-prandial >130 mg/dL no terceiro trimestre. Na análise de regressão múltipla, o GP >16 kg (OR=1,79; IC 95%: 1,23-1,60, o IMC >25 kg/m² (OR=1,83; IC 95%: 1,27-2,64, o antecedente pessoal de diabete (OR=1,56; IC 95%: 1,05-2,31 e de macrossomia (OR=2,37; IC 95%: 1,60-3,50 e a MG >120 mg/dL no terceiro trimestre (OR=1,78; IC 95%: 1,13-2,80 confirmaram risco independente para macrossomia nestas gestações de risco. CONCLUSÃO: o GP superior a 16 kg, o IMC maior ou igual a 25 kg/m², a MG superior a 120 mg/dL no terceiro trimestre e a presença de antecedentes pessoais de diabete ou de macrossomia foram identificados como fatores de risco para macrossomia fetal em gestantes portadoras de diabete ou de hiperglicemia di

  12. Avaliação de métodos geoestatísticos na espacialização de índices agrometeorológicos para definir riscos climáticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Assad Eduardo Delgado

    2003-01-01

    Full Text Available A definição das melhores datas para plantio de milho, adotadas no Zoneamento de Riscos Climáticos do Estado de São Paulo, é baseada nas variações espaço-temporais do índice de satisfação das necessidades de água da planta (ISNA, sendo a média ponderada o método de interpolação utilizado na espacialização deste parâmetro. Este método não considera a propagação espacial do erro da estimativa, o que permite interpretações imprecisas sobre as melhores datas de plantio, principalmente nas situações de início e de final do ciclo. O objetivo deste trabalho foi comparar métodos de espacialização de valores numéricos dos índices agrometeorológicos e avaliar sua variação espacial. Foram utilizados os métodos da média ponderada, krigagem ordinária e krigagem por indicação. A krigagem por indicação foi o método mais apropriado para espacializar o índice ISNA e definir a melhor data de plantio do milho.

  13. Validade preditiva de instrumento para identificação do idoso em risco de hospitalização Validez predictiva de instrumento para identificación del anciano en riesgo de hospitalización Predictive validity of a questionnaire to identify older adults at risk for hospitalization

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michel Machado Dutra

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a validade de predição do Instrumento de Predição de Risco de Admissão Hospitalar Repetida da hospitalização de idosos. MÉTODOS: Estudo de coorte de base populacional com seguimento de seis meses com 515 idosos (> 60 anos de idade não-institucionalizados, atendidos pela Estratégia Saúde da Família na cidade de Progresso, RS, em 2005. Os idosos responderam a oito perguntas objetivas, que foram reunidas em modelo de regressão logística para estimar seu risco de admissão hospitalar futura, por estratos de risco. Análise de sobrevida e a curva Receiver Operating Characteristics foram empregadas para aferir a validade do instrumento. RESULTADOS: Dos entrevistados, 56,1% eram mulheres e 10,1% foram hospitalizados. O grupo de risco alto teve freqüência de internação hospitalar 6,5 vezes superior em relação ao grupo de risco baixo. CONCLUSÕES: O instrumento é efetivo ao predizer o risco de hospitalização dos idosos atendidos pela Estratégia Saúde da Família do Sistema Único de Saúde.OBJETIVO: Evaluar la validez de predicción del Instrumento de Predicción de Riesgo de Admisión Hospitalaria Repetida de la hospitalización de ancianos. MÉTODOS: Estudio de cohorte de base poblacional con seguimiento de seis meses con 515 ancianos (>60 años no institucionalizados, atendidos por la Estrategia Salud de la Familia en la ciudad de Progresso, Sur de Brasil, en 2005. Los ancianos respondieron a ocho preguntas objetivas, que fueron reunidas en modelo de regresión logística para estimar su riesgo de admisión hospitalaria futura, por estratos de riesgo. Análisis de sobrevida y la curva Receiver Operating Characteristics fueron empleadas para comparar la validez del instrumento. RESULTADOS: De los entrevistados, 56,1% eran mujeres y 10,1% fueron hospitalizados. El grupo de riesgo alto tuvo frecuencia de internación hospitalaria 6,5 veces superior con relación al grupo de riesgo bajo. CONCLUSIONES: El

  14. Fatores de risco ambientais para o câncer gástrico: a visão do toxicologista Environmental risk factors for gastric cancer: the toxicologist's standpoint

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Regina Gomes-Carneiro

    1997-01-01

    Full Text Available A carcinogênese é um processo altamente complexo do qual participam fatores de risco herdados e fatores de risco ambientais, tais como a alimentação, o hábito de fumar, a ocupação, e a exposição a radiação e a agentes químicos. A toxicologia experimental identifica as substâncias químicas potencialmente carcinogênicas e torna possível medidas regulatórias que objetivam reduzir a exposição humana a elas. A carcinogênese pode ser vista como consistindo de três seqüências distintas: a iniciação, a promoção e a progressão. A conversão neoplásica (iniciação ocorre quando um evento genético (mutações, rearranjos cromossômicos, inserções ou deleções de genes e amplificação de genes resulta em ativação de oncogenes e/ou em falta de expressão - ou inativação de produtos - de genes supressores de tumores. A promoção envolve a expansão clonal das células "iniciadas" e exige a proliferação celular. Estratégias efetivas para reduzir os riscos de câncer gástrico e os riscos de neoplasias de outras localizações devem incluir o controle de carcinógenos conhecidos, assim como a quimioprevenção, por meio de intervenções racionais no processo carcinogênico. Neste sentido, o desafio a ser enfrentado pelo toxicologista envolve o desenvolvimento de ensaios preditivos melhores e mais baratos e a elucidação dos mecanismos subjacentes à carcinogênese química.Carcinogenesis is a highly complex process involving both inherited risk factors and environmental ones such as diet, smoking, occupation, and exposure to radiation and chemical agents. Experimental toxicology identifies potentially carcinogenic chemicals and thus makes it possible to introduce regulatory measures aimed at reducing human exposure to them. Carcinogenesis can be viewed as consisting of three distinct sequences: initiation, promotion, and progression. Neoplastic conversion (initiation occurs when a genetic event (e.g., point mutations

  15. Factores de riesgo para complicaciones del recién nacido grande para su edad gestacional Fatores de risco para complicações do recém nascido grande para sua idade gestacional Risk factors for complications in large for gestational age newborns

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irka Ballesté López

    2012-03-01

    Full Text Available Objetivo. Explorar la relación entre factores de riesgo maternos, de la atención del parto y del recién nacido con el riesgo de complicaciones en el recién nacido grande para la edad gestacional. Metodología. Estudio analítico de 170 casos de recién nacidos grandes para su edad de gestación (GEG y 260 con peso adecuado para la edad gestacional (AEG. Se estimó la fuerza de asociación mediante la OR con sus respectivos intervalos de confianza del 95%. Se asumió significancia estadística cuando el valor de probabilidad de la relación estudiada fue menor de 0.05. Resultados. El 40.0% de los casos versus el 13.1% de los controles presentaron algún tipo de complicación, para una OR de 4.4 (IC95%: 2.7-7.1, predominando las malformaciones congénitas, la hipoglicemia y las complicaciones respiratorias. Se encontró asociación significativa de la condición estudiada (GEG con el sexo masculino. Conclusión. Con respecto a los niños con peso AEG, los recién nacidos GEG tuvieron mayor probabilidad de complicaciones respiratorias y metabólicas, y por malformaciones congénitas.Objetivo. Explorar a relação entre fatores de risco de origem materna, do atendimento do parto e do recém nascido com o risco de complicações no recém nascido grande para a idade gestacional. Metodologia. Estudo analítico de 170 casos de recém nascidos grandes para sua idade gestacional (GEG e 260 controles com peso adequado para a idade gestacional (AEG. Estimou-se a força de associação mediante a OR com seus respectivos intervalos de confiança do 95%. Assumiu-se significância estatística quando o valor de probabilidade da relação estudada foi menor de 0.05. Resultados. O 40.0% dos casos contra o 13.1% dos controles apresentaram algum tipo de complicação, para uma OR de 4.4 (IC95%: 2.7-7.1, predominando as malformações congênitas, a hipoglicemia e as complicações respiratórias. Encontrou-se associação significativa da condição estudada

  16. Core group approach to identify college students at risk for sexually transmitted infections "Core group" para identificar universitários em risco para infecções sexualmente transmissíveis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel A Sánchez-Alemán

    2008-06-01

    -aplicado. La infección por el Virus del herpes simple tipo 2 (VHS-2 se determinó en pruebas de sangre. El número de parejas sexuales durante el último año y el consumo de cocaína, fueron indicadores utilizados para construir la variable dependiente "nivel de riesgo para adquirir ITS" que tuvo tres categorías: bajo, medio y alto riesgo (grupo core. Mediante un análisis multinomial se evaluó si las características sociodemográficas y de comportamiento sexual estuvieron relacionadas con la variable dependiente. RESULTADOS: Se encontró una relación significativa entre la seroprevalencia de VHS-2 y la variable dependiente encontrando frecuencias de 13%, 5.6% y 3.8% en las categorías de alto, medio y bajo riesgo, respectivamente. Los resultados mostraron diferencias de género en la constitución del grupo core. En comparación con las mujeres, los hombres iniciaron su vida sexual a más temprana edad, reportaron mayor número de parejas sexuales, mayores niveles de consumo de alcohol y drogas, mayor frecuencia de contacto sexual con trabajadoras sexuales, intercambio de sexo por dinero, relaciones con parejas ocasionales y concurrentes. CONCLUSIONES: Los resultados sugieren que existen características contextuales que influyen en el comportamiento sexual. En México la concepción cultural de la sexualidad está conformada por diferencias marcadas entre hombres y mujeres, donde los primeros tienen un comportamiento sexual de riesgo mayor que las mujeres.OBJETIVO: Analisar o core group em estudantes universitários em risco de adquirir infecções sexualmente transmissíveis (IST. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de conveniência composta por 711 estudantes de universidade pública de Morelos, no México, 2001-2003. Informações sociodemográficas e de comportamento sexual foram coletadas por meio de questionário auto-aplicável. Presença de infecção por Herpes simplex 2 foi diagnosticada por exame de sangue. O número de parceiros sexuais durante o

  17. Sintomas indicativos de disfagia em portadores de DPOC Symptoms of dysphagia in patients with COPD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosane de Deus Chaves

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os sintomas indicativos de disfagia em indivíduos portadores de DPOC a partir de um questionário de autopercepção. MÉTODOS: Foram avaliados 35 indivíduos portadores de DPOC e 35 indivíduos sem a doença pareados por gênero e idade. O grupo de estudo foi avaliado quanto a gravidade da doença, sensação de dispneia, índice de massa corpórea (IMC e sintomas de disfagia. O grupo controle foi avaliado quanto a IMC e sintomas de disfagia. RESULTADOS: Os sintomas mais frequentes de disfagia apresentados pelos participantes do grupo de estudo foram sintomas faríngeos/proteção de vias aéreas (p OBJECTIVE: To identify symptoms of dysphagia in individuals with COPD, based on their responses on a self-perception questionnaire. METHODS: The study comprised 35 individuals with COPD and 35 healthy individuals, matched for age and gender. The study group was assessed regarding COPD severity; sensation of dyspnea; body mass index (BMI; and symptoms of dysphagia. The control group was assessed regarding BMI and symptoms of dysphagia. RESULTS: The most common symptoms of dysphagia in the study group were pharyngeal symptoms/airway protection (p < 0.001; esophageal symptoms/history of pneumonia (p < 0.001; and nutritional symptoms (p < 0.001. Positive correlations were found between the following pairs of variables: FEV1 and BMI (r = 0.567; p < 0.001; pharyngeal symptoms/airway protection and dyspnea (r = 0.408; p = 0.015; and esophageal symptoms/history of pneumonia and pharyngeal symptoms/airway protection (r = 0.531; p = 0.001. There was a negative correlation between nutritional symptoms and BMI (r = -0.046; p < 0.008. CONCLUSIONS: Our results show that the individuals with COPD presented with symptoms of dysphagia that were associated with the pharyngeal and esophageal phases of swallowing, as well as with the mechanism of airway protection, a history of pneumonia, and nutritional symptoms.

  18. Plan de cuidados de enfermería en pacientes geriátricos con disfagia.

    OpenAIRE

    2004-01-01

    Se describe el plan de cuidados de Enfermería en la alimentación de enfermos con riesgo de aspiración por trastornos de la deglución, secundaria a enfermedades neurológicas o neuromusculares (accidentes cerebrovasculares, esclerosis lateral amiotrófica, miastemia gravis, traumatismos o procedimientos quirúrgicos, etc). Tras una valoración nutricional y de la capacidad de deglución del enfermo, así como de signos y síntomas de disfagia en enfermos con riesgo de aspiración, ...

  19. Plan de cuidados de enfermería en pacientes geriátricos con disfagia.

    OpenAIRE

    Leno González, D.; Leno González, J.L.; Lozano Guerrero, Mª J.

    2004-01-01

    Se describe el plan de cuidados de Enfermería en la alimentación de enfermos con riesgo de aspiración por trastornos de la deglución, secundaria a enfermedades neurológicas o neuromusculares (accidentes cerebrovasculares, esclerosis lateral amiotrófica, miastemia gravis, traumatismos o procedimientos quirúrgicos, etc). Tras una valoración nutricional y de la capacidad de deglución del enfermo, así como de signos y síntomas de disfagia en enfermos con riesgo de aspiración, ...

  20. Fatores de risco para nascimentos pré-termo em Londrina, Paraná, Brasil Risk factors for pre-term birth in Londrina, Paraná State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Rigo Silva

    2009-10-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar fatores de risco para nascimentos pré-termo por meio de estudo caso-controle populacional que envolve nascidos vivos hospitalares de mães residentes em Londrina, Paraná, Brasil. Os casos foram os 328 nascimentos pré-termo e os controles, uma amostra proporcional de 369 nascimentos com 37 semanas ou mais. Realizou-se análise de regressão logística múltipla hierarquizada. Verificou-se associação (p 30kg/m², com filho anterior pré-termo, com tratamento para engravidar; características maternas durante a gestação: com companheiro há no máximo dois anos, preocupações, bebida alcoólica semanal, pré-natal inadequado, prática de caminhada como proteção; agravos na gestação - sangramento, infecção do trato genital, volume alterado do líquido amniótico, hipertensão arterial e internação; gestação múltipla. A identificação de fatores de risco e a melhoria da qualidade da atenção pré-concepcional e pré-natal podem reduzir a prematuridade.The objective of this study was to identify risk factors associated with pre-term birth among live births in a hospital in Londrina, Paraná State, Brazil. Cases consisted of 328 pre-term births, and controls were 369 births with gestational age greater than 37 weeks. A multiple hierarchical logistic regression analysis was carried out. There was a significant correlation (p 30 kg/m2; history of prematurity; history of assisted reproduction; mothers in a relationship for less than two years; maternal stress; weekly maternal alcohol consumption; insufficient prenatal care; gestational complications such as bleeding, genital tract infection, altered amniotic fluid volume, high blood pressure, and hospital admission; and twin pregnancy. Regular walks during pregnancy were a protective factor. Improved quality of prenatal care and the identification of the above factors during pregnancy may help reduce premature birth.

  1. Occupation and risk factors for type 2 diabetes: a study with health workers Ocupación y factores de riesgo para diabetes tipo 2: un estudio en trabajadores de enfermería Ocupação e fatores de risco para diabetes tipo 2: estudo com trabalhadores de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vitória de Cássia Félix de Almeida

    2011-06-01

    Full Text Available We aimed to analyze the interrelationships between occupation and prevalence of risk factors for type 2 diabetes in workers at a hospital in Fortaleza-CE. Cross-sectional study with 299 subjects and form-based, covering socio-demographic concerns and risk factors for Type 2 Diabetes. Results showed that 40.5% of the sample were nursing workers, 63.9% were women, 68.6% were under 35 years of age, 49.5% had an education level equivalent to high school and 51.9% had no marriage or stable union. Comparison among the prevalence of risk factors in different occupations was significant (pSe tuvo por objetivo analizar las interrelaciones entre ocupación y prevalencia de factores de riesgo para Diabetes Tipo 2. Participaron 299 sujetos trabajadores de un hospital público de Fortaleza, estado de Ceará. Para la recolección de datos se utilizó un formulario, contemplando variables sociodemográficas y relativas a los factores de riesgo para Diabetes Tipo 2. Se verificó que 40,5% eran trabajadores de enfermería, 63,9% mujeres, 68,6% tenían menos de 35 años, 49,5% tenían escolaridad equivalente a la enseñanza media y el 51,9% no poseía vínculo matrimonial o de unión estable. La comparación de la prevalencia de los factores de riesgo en las diferentes ocupaciones fue significativa (pObjetivou-se analisar as inter-relações entre ocupação e prevalência de fatores de risco para diabetes tipo 2. Participaram 299 sujeitos, trabalhadores de um hospital público de Fortaleza, CE. Para a coleta de dados utilizou-se um formulário, contemplando variáveis sociodemográficas e relativas aos fatores de risco para diabetes tipo 2. Verificou-se que 40,5% eram trabalhadores de enfermagem, 63,9% mulheres, 68,6% tinham menos de 35 anos, 49,5% tinham escolaridade equivalente ao ensino médio e 51,9% não possuía vínculo matrimonial, ou união estável. A comparação da prevalência dos fatores de risco nas diferentes ocupações foi significante (p<0

  2. Reprodutibilidade de informações em estudo de fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente Reproducibility of information in a study of the risk factors for insulin-dependent diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy Agostinho Gimeno

    1997-10-01

    Full Text Available Examina-se, em uma subamostra de 38 casos e 38 controles de um estudo sobre os fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente, a reprodutibilidade de informações obtidas para as variáveis escolaridade da mãe e do pai, peso e comprimento da criança ao nascer, história de episódios graves de diarréia, tempo de aleitamento ao seio e idade da introdução de leite de vaca na alimentação infantil, selecionadas a partir do questionário padronizado utilizado em visita domiciliar. A repetição das perguntas foi feita por telefone. A concordância entre as respostas da primeira e segunda entrevista foi verificada mediante a utilização da estatística kappa (variáveis categóricas e do coeficiente de correlação intraclasse (variáveis quantitativas, para casos e controles separadamente. Os resultados levam a aceitar as informações como reprodutíveis.The reliability of information about mothers' and fathers' education, weight and height at birth, history of diarrhoea, duration of exclusive breast feeding and age of introduction of cows' milk products, selected from a structured questionnaire used in home interviewers was examined in a sample of 38 cases and 38 controls from a study related to the risk factors of insulin-dependent diabetes mellitus. The repetition of the questions was done by telephone. The agreement between the answers of both interviewers was verified using the kappa statistic (categorical variables and the intra-class correlation coefficient (quantitative variables. The results enable one to conclude that the information is reproducible.

  3. Validação de um novo escore de risco cirúrgico para cirurgia valvar: VMCP Validación de un nuevo score de riesgo quirúrgico para cirugía valvular: VMCP Validation of a new surgical risk score for heart valve surgery: VMCP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Max Grinberg

    2009-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Alguns estudos desenvolveram escores para avaliar o risco cirúrgico, particularmente o EuroSCORE que, entretanto, é complexo e trabalhoso. Sugerimos um escore novo e simples, mais adequado para a prática clínica e para a avaliação de risco cirúrgico em pacientes valvopatas. OBJETIVO: Este estudo foi realizado para criar e validar um escore simples e prático para predizer mortalidade e morbidade em cirurgia valvar. MÉTODOS: Coletamos dados hospitalares de 764 pacientes e realizamos a validação do escore, utilizando dois modelos estatísticos: óbito (= mortalidade e tempo de internação hospitalar (TIH > 10 dias (= morbidade. O escore foi composto de quatro índices (V [lesão valvar], M [função miocárdica], C [doença arterial coronariana] e P [pressão da artéria pulmonar]. Estabelecemos um valor de corte para o escore, e foram utilizadas análises uni e multivariada para confirmar se o escore seria capaz de predizer mortalidade e morbidade. Também estudamos se havia associação com outros fatores de risco. RESULTADOS: O escore foi validado, com boa consistência interna (0,65, e o melhor valor de corte para mortalidade e morbidade foi 8. O escore com valor > 8 pode predizer TIH > 10 dias (odds ratio (OR = 1,7 p=0,006, e um maior risco de óbito ao menos na análise univariada (p=0,049. Entretanto, o risco de óbito não foi previsível na análise multivariada (p=0,258. CONCLUSÃO: O escore VMCP > 8 pode predizer TIH > 10 dias e pode ser usado como uma nova ferramenta para o seguimento de pacientes portadores de valvopatia submetidos a cirurgia.FUNDAMENTO: Algunos estudos desarrollaron scores para evaluar el riesgo quirúrgico, particularmente el EuroSCORE que, sin embargo, es complejo y de difícil aplicación. Sugerimos una puntuación nueva y sencilla, más adecuada para la práctica clínica y para la evaluación de riesgo quirúrgico en pacientes con valvulopatías. OBJETIVO: Se realizó este estudio con el

  4. Riscos ocupacionais para trabalhadores de Unidades Básicas de Saúde: revisão bibliográfica Riesgos ocupacionales para trabajadores de Unidades Básicas de Salud: revisión bibliográfica Occupational risks for public health workers in Brazil: a systematic review of the literature

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Bonagamba Chiodi

    2006-06-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo buscar evidências científicas na literatura nacional sobre os riscos ocupacionais a que estão expostos os trabalhadores que atuam na Saúde Pública. Estudo bibliográfico efetuado nos últimos 15 anos na base de dados LILACS, DEDALUS e Banco de Teses da Universidade de São Paulo. Foram encontradas 279 publicações enfocando os riscos ocupacionais, sendo que apenas 12 (4,3% abordaram os riscos ocupacionais em Saúde Pública, os quais eram voltados a Unidades Básicas de Saúde, Unidades Básicas e Distritais de Saúde e Núcleos de Saúde da Família. Os resultados permitiram constatar que os riscos psicossociais foram evidenciados em todas as pesquisas, seguido pelo risco biológico (66,7%. O tema merece maior atenção dos pesquisadores para o diagnóstico da situação laboral e para a formulação de medidas preventivas para a promoção da saúde desses trabalhadores.En este estudio se tuvo como objetivo buscar evidencias científicas en la literatura nacional sobre los riesgos ocupacionales a los que están expuestos los trabajadores que actúan en la Salud Pública. Se trata de un estudio bibliográfico efectuado en la base de datos LILACS, DEDALUS y Banco de Tesis de la Universidad de Sao Paulo, de los últimos 15 años. Se encontraron 279 publicaciones que enfocaban los riesgos ocupacionales, de las cuales apenas 12 (4,3% abordaban los riesgos ocupacionales en Salud Pública, voltados a Unidades Básicas de Salud, Unidades Básicas y Distritales de Salud y Núcleos de Salud de la Familia. Los resultados permitieron constatar que los riesgos psicosociales fueron evidenciados en todas las investigaciones, seguido por el riesgo biológico (66,7%. El tema merece mayor atención de los investigadores para el diagnóstico de la situación laboral y la formulación de medidas preventivas para la promoción de la salud de esos trabajadores.To determine scientific evidence in the Brazilian literature about

  5. Risco ocupacional de adquirir tuberculose entre trabalhadores de enfermagem hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabete Takeda

    2001-09-01

    Full Text Available Nos hospitais, os indivíduos tuberculosos são atendidos por vários profissionais e dentre eles os trabalhadores de enfermagem. Esses trabalhadores estão sujeitos a riscos de infecção tuberculosa. O estudo objetivou: levantar o número de trabalhadores de enfermagem do hospital que adquiriram tuberculose, e as características gerais em um período pré determinado; levantar a morbidade dessa doença e discutir o risco ocupacional entre estes trabalhadores. Em um ano os trabalhadores apresentaram risco 3.86 vezes maior e em outro, 1.47 vezes maior de adquirir a doença. Neste estudo a tuberculose foi considerada de risco ocupacional para os trabalhadores de enfermagem.

  6. Associação de fatores de risco para doenças cardiovasculares em adolescentes e seus pais Risk factors for cardiovascular diseases in adolescents and their parents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo José Fernandes de Lima Mendes

    2006-05-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a agregação familiar de fatores de risco para doenças cardiovasculares, observando freqüência de excesso de peso e obesidade, sedentarismo, tabagismo e hipertensão arterial. MÉTODOS: estudo transversal com 421 adolescentes, alunos da rede pública de ensino da cidade do Recife, e com seus pais. O protocolo de avaliação consistiu de um questionário estruturado, antropometria e aferição da pressão arterial. As associações das variáveis foram verificadas pelo teste do qui-quadrado. RESULTADOS: foram avaliados 421 adolescentes (173 do sexo masculikno e 248 do sexo feminino (média de idade 16,0 ± 0,7 anos. Demonstrou-se excesso de peso e obesidade em 7,8% dos adolescentes, 18,8% dos pais e 19,8% das mães. Sedentarismo foi detectado em 41,5% dos adolescentes, 61,0% dos pais e 61,7% das mães. Hábito de fumar foi observado em 7,8% dos adolescentes, 14,7% dos pais e 13,0% das mães. Hipertensão ocorreu em 11,4% dos adolescentes, 20,3% dos pais e 10,2% das mães. Fatores de risco nos pais ou nas mães estiveram associadas com maior freqüência desses mesmos fatores nos filhos, exceto hipertensão arterial. CONCLUSÕES: há correlação familiar entre obesidade, tabagismo e sedentarismo confirmando a influência da família nesses fatores de risco para as doenças cardiovasculares.OBJECTIVES: to determine family risk factors aggregation for cardiovascular diseases focusing on overweight and obesity, sedentary lifestyle, smoking and arterial hypertension in adolescent groups and their parents. METHODS: cross sectional epidemiological study of 421 adolescents, students of the public school system in the city of Recife and their parents. Sample calculation based in the lower expected prevalence of the variables studied. Assessment protocol consisted of a structured questionnaire, anthropometry and arterial pressure reading. Variables association analysis performed by the chi-square method. RESULTS: 421 adolescents

  7. Sepse neonatal como fator de risco para leucomalácia periventricular em pré-termos de muito baixo peso Periventricular leukomalacia in very low birth weight preterm neonates with high risk for neonatal sepsis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita C. Silveira

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação de leucomalácia periventricular (LPV e sepse neonatal em recém-nascidos de muito baixo peso (RNMBP. MÉTODOS: Foram incluídos RNMBP com suspeita clínica de infecção nascidos na instituição de 01/08/2005 a 31/07/2007. Foram excluídos óbitos antes dos 14 dias, malformações do sistema nervoso central e infecções congênitas. Foi realizado ultra-som cerebral no terceiro dia e semanalmente até a sexta semana de vida ou alta. LPV foi diagnosticada por hiperecogenicidade difusa periventricular persistente por mais de 7 dias, ou por cistos periventriculares. RNMBP foram divididos em grupos com e sem LPV. Sepse foi definida por manifestação clínica com cultura positiva. Os testes t, Mann-Whitney, qui-quadrado e regressão logística foram usados. RESULTADOS: Foram incluídos 88 RNMBP, sendo que 62 (70,5% sobreviveram e 51 (57,8% tiveram LPV. Os grupos foram semelhantes no peso de nascimento, idade gestacional, escore de Apgar, tipo de parto, SNAPPE-II, presenças de enterocolite necrosante, persistência de canal arterial e óbitos. Sepse e ventilação mecânica foram mais freqüentes no grupo com LPV (23,5 e 2,7%, p = 0,005; 86 e 59%, p = 0,004, respectivamente. Na regressão logística, ambos foram fatores de risco independentes para LPV (p = 0,027 e 0,015, respectivamente. CONCLUSÃO: Corioamnionite é fator de risco definido para LPV. Demonstramos que sepse neonatal também é fator de risco importante. Acreditamos que a resposta inflamatória sistêmica seja o principal fator envolvido na etiopatogenia da LPV em RNMBP.OBJECTIVE: To investigate the association between periventricular leukomalacia (PVL and neonatal sepsis in very low birth weight infants (VLBWI. METHODS: We studied VLBWI with a clinical suspicion of infection who had been born at our institution between the 1st of August, 2005 and the 31st of July, 2007. Children were excluded if they died before reaching 14 days, had malformations

  8. Fatores de risco para mortalidade hospitalar no implante de prótese valvar mecânica Risk factors for hospital mortality in valve replacement with mechanical prosthesis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mateus W De Bacco

    2009-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A identificação dos fatores de risco pré-operatórios na cirurgia valvar visa à melhoria do resultado cirúrgico por meio da neutralização de fatores relacionados à mortalidade aumentada. Este estudo tem por objetivo identificar fatores de risco para mortalidade hospitalar em pacientes submetidos a implante de prótese valvar mecânica. MÉTODOS: Estudo prospectivo com aquisição retrospectiva de dados com 335 pacientes consecutivamente submetidos ao implante de prótese mecânica St Jude Medical, entre dezembro de 1994 e setembro de 2005, no Instituto de Cardiologia do RS, sendo 158 aórticos, 146 mitrais e 31 mitro-aórticos. Foi analisada a relação da mortalidade hospitalar com características demográficas e operatórias dos pacientes: sexo, idade, índice de massa corporal, classe funcional (NYHA, fração de ejeção, lesão valvar, hipertensão arterial sistêmica, diabete melito, creatinina, arritmia cardíaca, cirurgia cardíaca prévia, revascularização miocárdica, plastia tricúspide concomitante e caráter da cirurgia (eletivo, de urgência ou de emergência. Utilizada regressão logística para identificar os fatores de risco e quantificada sua influência pelo cálculo de odds-ratio. RESULTADOS: Ocorreram 13 (3,88% óbitos hospitalares. Características relacionadas à mortalidade aumentada foram creatinina sérica (POBJECTIVE: Identification of risk factors for cardiac surgery can improve surgical results. Our aim is to identify factors related to increased hospital mortality for patients who underwent mechanical cardiac prosthesis implant. METHODS: Prospective study with retrospective data acquirement study including 335 consecutive patients who underwent at least one implant of St. Jude Medical mechanical prosthesis between December 1994 and September 2005 at the Cardiology Institute of RS. Valve implants were 158 (47.1% in aortic position, 146 (43.6% in mitral and 31 (9.3% in aortic and mitral. The

  9. Accuracy of Timed Up and Go Test for screening risk of falls among community-dwelling elderly Acurácia do Timed Up and Go Test para rastrear risco de quedas em idosos da comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago S. Alexandre

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To determine the accuracy of the Timed Up and Go Test (TUGT for screening the risk of falls among community-dwelling elderly individuals. METHOD: This is a prospective cohort study with a randomly by lots without reposition sample stratified by proportional partition in relation to gender involving 63 community-dwelling elderly individuals. Elderly individuals who reported having Parkinson's disease, a history of transitory ischemic attack, stroke and with a Mini Mental State Exam lower than the expected for the education level, were on a wheelchair and that reported a single fall in the previous six months were excluded. The TUGT, a mobility test, was the measure of interested and the occurrence of falls was the outcome. The performance of basic activities of daily living (ADL and instrumental activities of daily living (IADL was determined through the Older American Resources and Services, and the socio-demographic and clinical data were determined through the use of additional questionnaires. Receiver Operating Characteristic Curves were used to analyze the sensitivity and specificity of the TUGT. RESULTS: Elderly individuals who fell had greater difficulties in ADL and IADL (pOBJETIVO: Determinar a acurácia do Timed Up and Go Test (TUGT para rastrear risco de quedas em idosos da comunidade. MÉTODO: Trata-se de um estudo de coorte prospectivo com amostra sorteada aleatoriamente, sem reposição e estratificada por partilha proporcional em relação ao sexo de 63 idosos da comunidade. Excluíram-se idosos com doença de Parkinson, ataque isquêmico transitório, acidente vascular encefálico, Miniexame do Estado Mental inferior ao considerado normal de acordo com a escolaridade, movimentação exclusiva por cadeira de rodas e relato de uma queda nos seis meses anteriores à primeira entrevista. O TUGT, um teste de mobilidade, foi a medida testada, e o desfecho, a ocorrência de queda. Mensuraram-se atividades básicas (ABVD e

  10. Comportamentos de risco para acidentes de trânsito: um inquérito entre estudantes de medicina na região sul do Brasil Risky behavior for traffic accidents: a survey among medical students in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Selma Maffei de Andrade

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Os acidentes de trânsito são um dos principais responsáveis pela mortalidade de jovens brasileiros. Assim, o presente estudo objetivou verificar a prevalência de comportamentos de risco para esses acidentes em uma população jovem. MÉTODOS: Questionários contendo questões sobre comportamentos de risco para acidentes de trânsito foram respondidos por alunos da primeira à quarta série do curso de Medicina da Universidade Estadual de Londrina, em outubro e novembro de 2000. Para a análise das diferenças de comportamentos entre os sexos usou-se o teste do qui quadrado, com um nível de significância de 5%. RESULTADOS: Em comparação às jovens, os rapazes relataram maior freqüência, estatisticamente significativa, para: locomoção como condutor de carro, possuir carteira de habilitação, ter aprendido a dirigir automóvel com 16 anos ou menos e ter ingerido bebida alcoólica previamente à direção de veículo nos últimos 30 dias. Entre os condutores regulares de automóvel, observou-se também menor proporção de comportamentos desej��veis entre os alunos do sexo masculino. Falta de atenção (59,3%, desrespeito à sinalização (33,5% e excesso de velocidade (22,5% foram os fatores mais citados como determinantes para a ocorrência do último acidente, sem diferença entre os sexos. CONCLUSÕES: Os resultados indicam a necessidade de medidas visando à redução de fatores que favorecem a ocorrência de acidentes de trânsito entre esses jovens, especialmente os do sexo masculino.BACKGROUND: Traffic accidents are one of the most frequent cause of mortality among Brazilian youths. Therefore, this study aimed at detecting the prevalence of risk factors for such accidents in a young population. METHODS: Questionnaires containing questions about risky behavior for traffic accidents were answered by students from the first to the fourth year of the Medical course of the Sate University of Londrina, Paraná State

  11. Aplicação do escore CRIB para avaliar o risco de mortalidade neonatal The use of CRIB score for predicting neonatal mortality risk

    OpenAIRE

    Ana Lúcia F. Sarquis; Mitsuru Miyaki; Mônica N. L. Cat

    2002-01-01

    Objetivos: 1) avaliar o valor preditivo do Clinical Risk Index for Babies (CRIB) para óbito hospitalar; 2) identificar a variável do escore com melhor valor preditivo; e 3) comparar a capacidade do escore CRIB para predizer mortalidade hospitalar com a do peso de nascimento, da idade gestacional e do excesso de base isolados. Métodos: o escore CRIB foi aplicado de forma prospectiva em 100 recém-nascidos admitidos consecutivamente na Unidade Neonatal do HC-UFPR, que tinham peso de nascimento i...

  12. Oficinas de artes visuais: empoderamento e desenvolvimento de habilidades sociais para adolescentes em situação de risco social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Berliete Bolzani

    2016-09-01

    Full Text Available Objetivo: desenvolver oficinas de artes visuais com adolescentes em situação de risco social, com ênfase na intervenção grupal, visando a criação de um espaço de troca de experiências, aproximação social e desenvolvimento de habilidades sociais, além de conhecer suas percepções sobre os trabalhos realizados nas oficinas. Método: estudo de natureza qualitativa, observacional e participante. Foram realizadas 30 oficinas uma vez por semana com um grupo de 18 adolescentes, de 11 a 15 anos, de ambos os sexos, assistidos por uma ONG. As atividades foram registradas em diário de campo, bem como os relatos, comentários, percepções e comportamento dos adolescentes, sobre as atividades realizadas e a impressão que estas lhes causavam. A transcrição destes relatos foi feita posteriormente, mantendo-se a fala original. Resultados: após a realização das oficinas, os adolescentes foram capazes de perceberem a si mesmos com mais assertividade, melhoraram sua autopercepção, foram capazes de identificar suas necessidades, seus limites e terem discernimento sobre o que podiam ou não fazer. Demonstraram maior interesse nos cuidados consigo e com sua aparência pessoal, além de terem modificado sua percepção em relação ao outro. Considerações finais: as oficinas proporcionaram melhora das habilidades sociais, no empoderamento, na autoestima, auxiliando-os a lidarem melhor com as situações do cotidiano. Trata-se de uma estratégia que está em consonância com os princípios da Promoção da Saúde, conforme preconiza a Organização Mundial da Saúde.

  13. Associação entre fatores de risco para doença arterial coronariana e coronariopatia em pacientes submetidos a cintilografia de perfusão do miocárdio Association between risk factors for coronary artery disease and coronary disease in patients undergoing myocardial perfusion scintigraphy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Schiavom Duarte

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Estabelecer o grau de associação entre fatores de risco cardiovascular e a presença de doença arterial coronária (DAC em um grupo de pacientes submetidos a cintilografia de perfusão do miocárdio (CPM. MÉTODOS: Foram estudados 7.183 pacientes submetidos a CPM. Utilizando análise de regressão logística, avaliou-se a razão de chances dos seguintes fatores de risco: idade, sexo, antecedentes familiares, índice de massa corpórea, tabagismo, dislipidemia, diabetes melito (DM e hipertensão arterial sistêmica. Definiram-se como indicativas da presença de DAC as seguintes condições: infarto, revascularização, angioplastia ou alteração na CPM. Analisou-se a amostra global de pacientes bem como os indivíduos masculinos e femininos separadamente. Caracterizou-se também a importância dos fatores de risco por faixas etárias. RESULTADOS: Observou-se associação estatisticamente significativa entre a idade e o sexo dos pacientes e a presença de DAC. Para o sexo feminino, o DM apareceu como o principal fator de risco controlável para DAC. Para o masculino, vários fatores de risco controláveis foram associados à presença de DAC, destacando-se o DM e a dislipidemia. Na análise por faixas etárias alguns fatores de risco passaram a apresentar associação mais expressiva. CONCLUSÃO: Os principais fatores de risco para DAC foram o envelhecimento e o sexo masculino. Dos fatores de risco passíveis de serem controlados, os que apresentaram maior associação com a presença de DAC foram o DM e a dislipidemia no homem e o DM na mulher. Para faixas etárias específicas destacaram-se o tabagismo para homens jovens, o DM e o tabagismo para mulheres entre 40 e 50 anos.OBJECTIVES: To establish the degree of association between cardiovascular risk factors and the presence of coronary artery disease (CAD in a group of patients undergoing myocardial perfusion scintigraphy (MPS. METHODS: The study included 7183 patients who had

  14. Prevalence of Pattern of Risky Behaviors for Reproductive and Sexual Health Among Middle- and High-School Students Prevalencia de patrón de comportamiento de riesgo para la salud sexual y reproductiva en estudiantes adolescentes Prevalência do padrão de comportamento de risco para a saúde sexual e reprodutiva em estudantes adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adalberto Campo-Arias

    2010-04-01

    associados ao padrão de comportamento de risco para a saúde sexual e reprodutiva (PCRSSR, em estudantes do segundo grau de Santa Marta, Colômbia. É um estudo transversal. O PCRSSR foi definido como a soma de dois ou mais, de quatro possíveis comportamentos sexuais de risco, durante a vida. Foi usada a regressão logística para controlar as variáveis de confusão. Do estudo participaram 804 estudantes, os quais relataram relações sexuais, 36,1% apresentaram padrão de comportamento de risco para a saúde sexual e reprodutiva. Foram relacionados ao PCRSSR o consumo de uma sustância ilegal (OR=11,4, o consumo de álcool (OR=2,5, ser estudante de educação de segundo grau vocacional (OR=1,7 e ter nível de renda média ou alta (1,4. Aproximadamente um de cada três estudantes adolescentes possuía alto risco de infecção para HIV, ou gravidez não planejada. Recomenda-se promover práticas sexuais seguras.

  15. Poluição do ar como fator de risco para a saúde: uma revisão sistemática no estado de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Steffani Nikoli Dapper

    2016-04-01

    Full Text Available Além de prejudicar a fauna e a flora, a poluição atmosférica é capaz de afetar a saúde das pessoas. Este estudo teve como objetivo realizar uma revisão sistemática dos estudos epidemiológicos desenvolvidos no estado de São Paulo que avaliaram os efeitos da poluição do ar na saúde da população. Todas as pesquisas encontradas sugerem que existe associação da poluição atmosférica com problemas na saúde das populações estudadas. Dentre os principais trabalhos desenvolvidos, há uma diversidade de doenças estudadas, demonstrando que o efeito da poluição do ar não afeta apenas o sistema respiratório, mas pode ser causador de risco para outros problemas como o baixo peso ao nascer, incidência e mortalidade por câncer, partos prematuros e anemia falciforme.

  16. Risk factors for unpleasant paresthesiae induced by paresthesiae - producing deep brain stimulation Fatores de risco para parestesia dolorosa induzida por estimulação cerebral profuda em sítios produtores de parestesia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osvaldo Vilela Filho

    1996-03-01

    . Revendo os primeiros 60 pacientes com DIN submetidos à ECP na Division of Neurosurgery, Toronto Hospital, University of Toronto, no período 1978/ 1991, observamos que 6 destes pacientes apresentaram parestesia dolorosa à estimulação de VC/LM/ CI, prevenindo a definitiva implantação do sistema em todos eles e totalizando 15% (6 dentre 40 das falhas em nossa série. Em uma tentativa de se melhorar a seleção de pacientes para a ECP e, com isto, seus resultados globais, revimos nossos casos, considerando uma série de parâmetros, de modo a determinar os fatores de risco para parestesia dolorosa. Os resultados mostraram que esta resposta à estimulação de VC/LM/CI é exclusiva de pacientes com dor central cerebral, secundária a lesão supratentorial, apresentando dor evocada como parte do quadro doloroso. Nem todos os pacientes com estas características, porém, apresentavam parestesia dolorosa. O estudo comparativo destes dois subgrupos (dor central cerebral + dor evocada + parestesia dolorosa e dor central cerebral + dor evocada + parestesia dolorosa permitiu definir que: 1. Parestesia dolorosa à estimulação da coluna dorsal da medula espinhal, lesão restrita ao tálamo à tomografia computorizada e dor intermitente como parte do quadro doloroso são fatores de risco maiores para parestesia dolorosa à estimulação de VC / LM / Cl; 2. Alodínia ao frio ou hiperpatia isoladamente e ausência de deficit sensitivo ao exame neurológico são fatores de risco menores; e 3. Idade, sexo, duração da dor, qualidade da dor constante, dimensões da lesão causal e sítio (VC, LM ou Cl ou tipo (macro ou microeletrodo da exploração cirúrgica não parecem ser fatores de risco relevantes. O autor sugere também os prováveis mecanismos fisiopatológicos envolvidos na gênese da parestesia dolorosa à estimulação de VC / LM / Cl.

  17. Avaliação da disfagia pediátrica através da videoendoscopia da deglutição Evaluation of dysphagia in pediatric population using fiberoptic endoscopy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ari de Paula

    Full Text Available Objetivo: Utilizando do nasofibroscópio que pode ser transportado facilmente, avaliamos uma população pediátrica com disfagia juntamente com uma equipe de fonoaudiólogas auxiliando-as não só no diagnóstico como nas estratégias terapêuticas. Forma de estudo: Clínico prospectivo randomizado. Método: Um grupo de 10 crianças entre 45 dias e 5 anos de idade, com média de 1 ano e 9 meses, prematuras ou apresentando queixas de distúrbios da deglutição de origem neurológica foram avaliadas através da videoendoscopia. A avaliação foi realizada de forma dinâmica (funcional pois as alimentávamos durante o exame, estudando principalmente os distúrbios da fase faríngea. Resultados: Observamos as alterações da fase faríngea que são melhor identificadas com o exame, e claramente identificávamos distúrbios da sensibilidade e motricidade faríngea, assim como a ocorrência de penetração laríngea, a qual dividimos em alta ou baixa, aspiração, ou déficits de "clearence" após cada movimento deglutório, assim como a coordenação respiração-sucção-deglutição. Conclusão: A videoendoscopia da deglutição (VED é um exame ágil e com alto grau de precisão, praticamente sem riscos para a população pediátrica, norteando com segurança o trabalho da fonoaudióloga para terapia.Aim: Using fiberoptic endoscopy that can be easily transported, we evaluated a dysphagic pediatric population with a fonoaudiologic team helping her not only with diagnosis but also in therapeutic strategic. Study design: prospective clinical randomized. Method: A group of 10 children between 45 days and 5 years old, an average of 1 year and 9 months with disturbs of deglutitions from neurologic or prematures ariseing had been evaluated through fiberoptic endoscopy. The evaluation had been executed in a dynamic form (functional one because we fod them during the examination, studying principally the faringeal fases disturbs. Results: We observed the

  18. Fatores protetores e de risco para depresão da mulher após o aborto Factores protectores y de riesgo para la depresión de mujeres después del aborto Protection and risk factors for women's depression after abortion

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Gondim Mariutti

    2010-04-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar fatores de risco e proteção para depressão em decorrência do abortamento. Metodologia qualitativa com depoimentos de 13 mulheres. Os discursos foram analisados e possibilitaram a construção de duas categorias temáticas: fatores de risco e protetores. Os fatores de risco estão associados à precárias condições sócio-econômicas e afetivas; drogas; prostituição; falta de apoio social e familiar; violência. Nos fatores protetores observam-se presença de condições sócio-econômicas favoráveis à criação dos filhos; apoio familiar (especialmente do companheiro e social; profissão e trabalho. O reconhecimento desses aspectos abre caminhos para dar melhores cuidados às mulheres em abortamento.Estudio cualitativo que tuvo como objetivo identificar factores de riesgo y protección para depresión causada por el abortamiento. Declaraciones de 13 mujeres fueron analizadas y posibilitaron la construcción de dos categorías temáticas: factores de riesgo y protectores. Los factores de riesgo están asociados a las precarias condiciones socio-económicas y afectivas; drogas; prostitución; falta de apoyo social y familiar; violencia. En los factores protectores se observó la presencia de condiciones socio-económicas favorables a la creación de los hijos; apoyo social y familiar (especialmente del compañero; profesión y trabajo. El reconocimiento de esos aspectos abre caminos para dar mejor atención a las mujeres en abortamiento.This qualitative study aimed to identify risk and protection factors for depression caused by abortion; statements of 13 women were analyzed. Their reports were analyzed and enabled the construction of two thematic categories: risk and protection factors. The risk factors are associated to the precarious socio-economic and affective conditions; drugs; prostitution; lack of family and social support; violence. Socio-economic conditions favorable to raising children; social and

  19. Fatores de risco para o desenvolvimento de sepse neonatal precoce em hospital da rede pública do Brasil Risk factors for early-onset neonatal sepsis in Brazilian public hospital short-title: early-onset neonatal sepsis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Goulart

    2006-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O conhecimento dos fatores de risco associados à sepse neonatal precoce em unidade de neonatologia, inserida na realidade de nosso sistema de saúde, no sentido de se detectar, prevenir e adotar medidas específicas e reduzir as taxas de mortalidade nessa faixa etária. O objetivo deste estudo foi determinar os fatores de risco associados a sepse neonatal precoce em hospital de referência em neonatologia ligado à rede pública de saúde. MÉTODO: Foi realizado um estudo observacional, prospectivo, tipo caso-controle. Foram incluídos os recém-nascidos com diagnóstico de sepse precoce e como controle, recém-nascidos sem infecção neonatal nascido na mesma data do recém-nascido considerado como caso. Foram incluídos 50 casos e três controles para cada caso, resultando em amostra total de 200 pacientes. Foi considerada estatisticamente significativa a associação quando p BACKGROUND AND OBJECTIVES: The determination of the risk factors to early-onset neonatal sepsis in our country is essential to prevent and reduce the mortality associated with this syndrome. Thus, the objective of this study was to determine the frequency and associated risk factors to early-onset neonatal sepsis in public hospital in Southern Brazil. METHODS: Observational, case-control study. Were included neonates with diagnostic of early-onset neonatal sepsis and as controls, neonates without neonatal infection. Were included 50 cases and 3 controls for each case resulting in a total sample of 200 patients. Associations were considered significant when p < 0.05. RESULTS: The sepsis frequency was 50.3 per 1000 born-alive. Risk factors associated to the development of neonatal sepsis were prematurity (OR 9.33; p < 0.001, low birth weight (OR 11.74; p < 0.001, maternal infection (OR 2.28; p = 0.009, mother with history of previous infant with neonatal sepsis (OR 6.43; p = 0.035 and rupture of the membranes more than 18 hours before delivery

  20. Prevalência e fatores de risco para a leptospirose em bovinos de Mato Grosso do Sul Prevalence and risk factors for bovine leptospirosis in Mato Grosso do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de O. Figueiredo

    2009-05-01

    Full Text Available Foi investigada a prevalência de anticorpos antileptospira em fêmeas bovinas com idade igual ou superior a 24 meses, provenientes de 178 rebanhos de 22 municípios do estado de Mato Grosso do Sul, bem como identificados fatores de risco associados à infecção. Foram analisadas 2.573 amostras de soro sangüíneo por meio do teste de soroaglutinação microscópica perante 10 sorovares de leptospira. Títulos iguais ou superiores a 100 para um ou mais sorovares foram detectados em 1.801 fêmeas (98,8% de 161 (96,5% rebanhos. O sorovar Hardjo (65,6% foi apontado como o mais provável, seguido do sorovar Wolffi (12,3%. Os resultados demonstram que a leptospirose bovina se encontra presente em todos os municípios estudados, com alta prevalência, tanto em animais como em rebanhos. Os fatores de risco identificados neste estudo e associados à infecção por bactérias do gênero lepstopira foram o tipo de exploração pecuária de corte e a raça Zebu.The prevalence of anti-Leptospira spp. antibodies was estimated for female cattle aged 24 months or older. The sample comprised 178 herds from 22 counties in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil. The risk factors associated with the presence of infeccion were investigated. A total of 2,573 blood serum samples were tested against 10 leptospira serovars using the microagglutination test (MAT. Titers of 100 or higher for one or more serovars were detected in 1,801 females (98.8% from 161 herds (96.5%. Serovar Hardjo (65.6% was the most frequent, followed by serovar Wolffi (12.3%. These results suggest that bovine leptospirosis is widespread in all the counties under study, with a high prevalence both at the animal and the herd level. Beef farms and the Zebu breed were associated to the higher risk of herd infection by leptospiras.

  1. Valor preditivo do "Clinical Risk Index for Babies" para o risco de mortalidade neonatal Predictive value of the "Clinical Risk Index for Babies" for the risk of neonatal death

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oscar T. Matsuoka

    1998-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o valor preditivo do CRIB (Clinical Risk Index for Babies para o risco de mortalidade neonatal ao peso de nascimento (PN e idade gestacional (IG. MÉTODO: Numa coorte prospectiva foram estudados, durante o ano de 1996, 71 recém-nascidos admitidos na unidade de terapia intensiva, com PN 10 foi de 100%. CONCLUSÕES: O escore de CRIB > 10 correspondeu a maiores especificidade e valor preditivo positivo em relação aos demais parâmetros. A área determinada pela "receiver operating characteristic" relativa ao CRIB também foi superior. O CRIB mostrou-se um marcador mais acurado na previsão de risco de mortalidade quando comparado ao PN ou IG isoladamente.OBJECTIVE: Several indicators, mainly birthweight and gestational age, have been used to predict the mortality risk in neonatal intensive care units. In order to assess the potential value of CRIB in predicting neonatal mortality, the score was used over the first 12 hours of life of the newborns admitted to this unit, during the year of 1996. METHOD: The inclusion criteria consisted of all infants without inevitably lethal congenital malformations, birthweight below 1,500g and/or gestational age less than 31 weeks. Newborn children who died within 12 hours after delivery were excluded. The CRIB score covers birth weight, gestational age, the presence of congenital malformations (not inevitably lethal and three indexes of physiological status during first 12 hours after birth - maximum and minimum appropriate fraction of inspired oxygen and maximum (most acidotic base excess. RESULTS: In a prospective cohort, seventy one newborn children were studied. The birthweight (average was 1,119 ± 275.6 g, gestational age 30 weeks 4/7 ±2 weeks 3/7; male (57%; Apgar 1° min. score <=3 ( 36.2% and Apgar 5° min. score < 5 (5.8%. The mortality rate was 29.6% (gold standard. But mortality rate by birthweight less than 1,000 gr. or gestational age lower than 29 weeks was 60.0% and for the

  2. História familiar em segundo grau como fator de risco para câncer de mama Second-degree family history as a risk factor for breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Marques de Souza

    1998-09-01

    Full Text Available Objetivos: investigar a associação entre história familiar de câncer de mama em segundo grau e o risco de apresentar a doença. Métodos: estudo de caso-controle com casos incidentes. Foram avaliados 66 casos e 198 controles selecionados entre mulheres que realizaram mamografia em Serviço Privado de Radiodiagnóstico no período de janeiro de 94 a julho de 97. Casos e controles foram pareados quanto idade, idade da menarca, da primeira gestação e da menopausa, paridade, uso de anticoncepcionais orais e terapia de reposição hormonal. Resultados: não houve diferença significativa entre casos e controles em relação a outros fatores de risco que não história familiar em segundo grau. As pacientes com câncer de mama apresentaram maior chance de ter história familiar em segundo grau comparadas aos controles (RC=2,77; IC 95%, 1,03-7,38; p=0,039. Conclusões: a neoplasia maligna de mama está associada à presença de história familiar em segundo grau para essa doença.Purpose: to evaluate the association between second-degree family history of breast cancer and the risk to develop the disease. Methods: case-control study of incident cases. Sixty-six incident breast cancer cases and 198 controls were selected among women who were submitted to mammography in a private clinic between January 1994 and July 1997. Cases and controls were paired regarding age, age at menarche, at first live birth, at menopause, parity, oral contraceptives and use of hormonal replacement therapy. Results: there was no significant difference between cases and controls regarding all risk factors evaluated, besides second-degree family history. Patients with breast cancer were more likely to have second-degree relatives with breast cancer when compared to controls (OR=2.77; 95% CI, 1.03-7.38; p=0.039. Conclusions: malignant neoplasm of the breast is significantly associated with a second-degree family history of this disease.

  3. Fatores de risco e proteção à saúde de mulheres para prevenção do câncer uterino

    OpenAIRE

    Ana Carolina de Oliveira; Regina Soares Pessoa; Ayla Maria Calixto de Carvalho; Rosilane de Lima Brito Magalhães

    2014-01-01

    Se objetivó investigar los factores de riesgo y de protección de mujeres que acceden al servicio de salud para realización del examen preventivo de cáncer de cuello uterino. Estudio cuantitativo, realizado con 51 mujeres en Teresina, Piauí. Formulario semiestructurado captó las variables de interés siendo los datos analizados por el SPSS. De las mujeres, 72,5% tenían 25 a 39 años, 66,7% eran casadas y 55,0% accedieron al servicio para la prevención. En relación a los factores de riesgo, 41,2%...

  4. Utilidad de implantar un programa de atención a la disfagia en un Hospital de Media y Larga Estancia Usefulness of implementing a dysphagia care programme at an intermediate and long stay hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. I. Ferrero López

    2009-10-01

    Full Text Available Objetivos: Describir en un Hospital de Media y Larga Estancia (HMLE los resultados iniciales tras la implantación de un programa de valoración e intervención sobre la disfagia y conocer que variables mostraban diferencias significativas entre los enfermos con y sin disfagia así detectados. Métodos: Estudio descriptivo retrospectivo de la valoración realizada a los pacientes con sospecha de disfagia y de la intervención posterior en los que esta se confirmó. Se usó para dicha valoración un método clínico estandarizado que utiliza diferentes viscosidades y volúmenes. Tras su confirmación se llevaron a cabo cuidados dietéticos, posturales y formativos. Se recogieron variables demográficas, clínicas y de laboratorio. Resultados: Se incluyó a 146 pacientes, describiéndose sus correspondientes valoraciones y las intervenciones en los 110 que presentaron disfagia. Esto representó una prevalencia de disfagia del 14,8% de los pacientes ingresados. En el análisis univariante entre los pacientes con y sin disfagia, los primeros presentan al ingreso mayor presencia de sonda de alimentación (p 0,011 y menor proporción de deterioro cognitivo leve (p 0,048; y al alta menor recuperación funcional (p Objectives: To describe the initial results of the implementation of a dysphagia assessment and intervention programme and to know which variables showed significant differences between patients with and without dysphagia detected by this way at an intermediate and long stay hospital. Methods: Descriptive and retrospective study on the assessment performed to patients suspected of having dysphagia and of the subsequent intervention done on those in whom it was confirmed. A standardized clinical method using different viscosities and volumes was used. After confirming the condition, different dietary, postural, and educational cares were undertaken. Demographical, clinical, and analytical variables were registered. Results: 146 patients were

  5. O trabalho como fator de risco ou fator de proteção para o consumo de álcool e outras drogas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Piedad Liliana Carrillo Lancheris

    2004-01-01

    Full Text Available Estudio de naturaleza exploratoria y descriptiva con abordaje epidemiológico. El presente estudio tuvo como objetivo general analizar el conocimiento, las opiniones y expectativas de los trabajadores acerca del uso y abuso de alcohol y otras drogas, proyectando la promoción de la salud en el trabajo. Los objetivos específicos son: trazar el perfil sociodemográfico de los trabajadores de la empresa de estudio; identificar los factores de riesgo relacionados con hábitos y/o constumbres en el ambiente de trabajo y analizar las informaciones de los trabajadores acerca del fenómeno “uso y abuso de alcohol y otras drogas”. Se concluye que existen especificidades, circunstancias y elementos en las diferentes formas de actividad laboral que constituyen factores de riesgo para los consumos, la actividad laboral resulta ser un factor evidente de protección para estos mismos fenómenos, especificamente para la empresa de este estudio. En relación al conocimiento sobre drogas, los trabajadores han adquirido a través de los medios de comunicación; sus opiniones y expectativas apuntan estrategias de prevención mediante la educación en el trabajo.

  6. Pés de risco para o desenvolvimento de ulcerações e amputações em diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Magnollya Moreno de Araujo

    2009-01-01

    Full Text Available Se trata un estudio de tipo retrospectivo y documental con enfoque cuantitativo, realizado en un Centro de referencia en Diabetes, entre octubre y noviembre del 2007, con el objetivo primordial de identificar pies de riesgo para desarrollar ulcer- aciones y amputaciones. Se utilizó como instrumento de recogida un impreso. En la muestra constaron 235 historiales. Se constató que 154 (el 68% son del sexo femenino, 149 (el 66% tienen más de 60 años de edad, 161 (el 72% están casados y 217 (el 96% son diabéticos tipo 2. En relación a los factores de riesgo, se observó que 141 (el 63% son hipertensos, 54 (el 24% fumadores y 60(el 27% obesos. Se detectó, a través de los datos de la evaluación física, que 61 (el 27% tienen pies de riesgo para desarrollar ulceraciones y amputaciones. Se concluyó que los profesionales de salud deben implementar medidas de prevención y educación en salud, para evitar complicaciones relacionadas a pies diabéticos.

  7. Fatores de risco e proteção à saúde de mulheres para prevenção do câncer uterino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina de Oliveira

    2014-01-01

    Full Text Available Se objetivó investigar los factores de riesgo y de protección de mujeres que acceden al servicio de salud para realización del examen preventivo de cáncer de cuello uterino. Estudio cuantitativo, realizado con 51 mujeres en Teresina, Piauí. Formulario semiestructurado captó las variables de interés siendo los datos analizados por el SPSS. De las mujeres, 72,5% tenían 25 a 39 años, 66,7% eran casadas y 55,0% accedieron al servicio para la prevención. En relación a los factores de riesgo, 41,2% presentaban sobrepeso, 19,6% obesidad, y 72,5% eran sedentarias. En cuanto al acceso al servicio de salud, 78,5% procuraron el servicio en el último año. Se concluye que el programa de rastreo del cáncer de útero sea abordado en el contexto sociocultural, lo que favorecerá la comprensión y adhesión a las recomendaciones de realizar el examen periódicamente. Por esto, se recomienda realizar medidas inmediatas y eficaces para mejorar la viabilidad de la salud de las mujeres de las políticas públicas.

  8. IDENTIFICAÇÃO DOS FATORES DE RISCO PARA DEPRESSÃO PÓS-PARTO: IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Andrade Gomes

    2010-01-01

    Full Text Available La investigación tuvo como objetivo identificar los factores de riesgo que pueden contribuir para la Depresión Post-parto (DPP y también identificar los síntomas que pueden caracterizarla en el período del puerperio inmediato. Se trata de una investigación descriptiva con enfoque cuantitativo, realizada entre abril y mayo del 2008, con puérperas (n = 95 de una maternidad considerada de referencia de la ciudad de Fortaleza. Como instrumentos se utilizaron: un formulario con informaciones socioeconómicas y demográficas y la Edinburgh Postnatal Depression Scale (EPDS, para evaluar la DPP. La prevalencia de depresión post-parto encontrada fue de 24,2% (EPDS = 13. Los hallazgos sugieren que las bajas condiciones socioeconómicas pueden contribuir para el desarrollo de la DPP y, a pesar de ser una enfermedad subdiagnosticada, las cifras encontradas muestran alto porcentaje de puérperas susceptibles a desarrollar síntomas de depresión después del parto.

  9. A proteinúria como fator de risco para retinopatia diabética Proteinuria as a risk factor for diabetic retinopathy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Moraes Freitas

    2002-01-01

    Full Text Available Introdução: A diabete mélito é doença metabólica complexa que envolve hiperglicemia, doença microvascular (retina e rim e neuropatia. A retinopatia e a nefropatia são importantes causas de cegueira e falência renal respectivamente, e complicações relacionadas à diabete mélito. Objetivo: Determinar a relação entre a presença de proteinúria e nefropatia com a gravidade da retinopatia diabética num estudo transversal de pacientes diabéticos. Métodos: Estudo transversal de pacientes diabéticos, sem tratamento oftalmológico prévio, atendidos em serviço de oftalmologia terciário. Estes pacientes foram submetidos a exame fundoscópico, exames laboratoriais e interrogados quanto ao tempo de duração e o tipo de diabete. Comparados os fatores de risco abordados com os achados fundoscópicos. Na análise dos dados quantitativos foi usado o teste t de Student. Resultados: Estudados 81 pacientes, 28 do sexo masculino, 53 do sexo feminino, 28 com diabete insulino-dependente 53 com diabete não-insulino-dependente. Fatores correlacionados estatisticamente com o grupo com retinopatia diabética mais grave incluem: diabete mélito insulino dependente (alfaIntroduction: Diabetes mellitus is a complex metabolic disease characterized by abnormal insulin secretion, elevated fasting plasma glucose, and a variety of complications in terminal organs. Retinopathy and nephropathy are important causes of blindness and renal failure respectively, and complications related to diabetes mellitus. Purpose: To determine the relationship between the presence of proteinuria and nephropathy and the severity of diabetic retinopathy. Methods: Transversal study of diabetic patients without previous ophthalmologic treatment, seeing at a reference eye clinic. These patients underwent indirect ophthalmoscopy and blood work- up, and were questioned about duration and type of diabetes mellitus. The presence of risk factors were correlated with the fundus

  10. Fatores de risco para hipertensão arterial e diabete melito em trabalhadores de empresa metalúrgica e siderúrgica Risk factors for hypertension and diabetes mellitus in metallurgic and siderurgic company's workers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carmen Martinez

    2006-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os fatores associados à hipertensão arterial (HA e ao diabete melito (DM em trabalhadores de empresa metalúrgica e siderúrgica com unidades em São Paulo e Rio de Janeiro, mediante um modelo hierárquico de risco. MÉTODOS: Este é um estudo transversal. Foram obtidas informações sobre variáveis demográficas, ocupacionais, do estilo de vida, perfil lipídico, glicemia de jejum e pressão arterial de 3.777 empregados, e realizadas análise estatística descritiva e análise de regressão logística múltipla hierarquizada. RESULTADOS: A prevalência de HA foi de 24,7%, e a análise de regressão hierarquizada indicou que sexo masculino e idade acima de quarenta anos apresentaram risco estatisticamente significativo. Independentemente das características demográficas, trabalhar em metalurgia, estresse intenso no trabalho, sedentarismo, consumo de álcool, índice de massa corporal superior a 25, colesterol alterado e triglicérides alterados estiveram associados com a HA. A prevalência de DM foi de 11,5%, e a análise de regressão hierarquizada indicou que sexo masculino e idade acima de quarenta anos apresentaram risco estatisticamente significativo. Independentemente das características demográficas, as mesmas condições estiveram associadas com a DM. CONCLUSÃO: Os dados evidenciaram que o trabalhador acima de quarenta anos é uma prioridade para ações de intervenção que possam favorecer a prevenção dos dois agravos. Nessas ações, deve-se dar atenção especial à alimentação e à prática de exercícios físicos, que favoreceriam o controle da obesidade e da alteração do perfil lipídico.OBJECTIVE: To study the factors associated with arterial hypertension (AH and diabetes mellitus (DM in a metal and steel industry's workers with units in São Paulo and Rio de Janeiro, using a hierarchical risk model. METHODS: This is a cross-sectional study. We obtained information on demographic, occupational and

  11. Fatores de risco para mortalidade neonatal, com especial atenção aos fatores assistenciais relacionados com os cuidados durante o período pré-natal, parto e história reprodutiva materna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samir B. Kassar

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade neonatal, com especial atenção aos fatores assistenciais relacionados com os cuidados durante o período pré-natal, parto e história reprodutiva materna. MÉTODOS: Trata-se de um estudo caso-controle realizado em Maceió, Nordeste do Brasil. A amostra consistiu de 136 casos e 272 controles selecionados em bancos de dados oficiais brasileiros. Os casos foram todos os recém-nascidos que morreram antes de completar 28 dias de vida, selecionados no Sistema de Informações sobre Mortalidade, e os controles foram os sobreviventes neste período, selecionados no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos, por sorteio aleatório entre as crianças nascidas na mesma data do caso. Entrevistas domiciliares foram realizadas com as mães. RESULTADOS: A análise de regressão logística identificou como fatores determinantes para a morte no período neonatal mães com história de filhos anteriores que morreram no primeiro ano de vida (OR = 3,08, o internamento durante a gestação (OR = 2,48, o pré-natal inadequado (OR = 2,49, a não realização de ecografia durante o pré-natal (OR = 3,89, a transferência de recém-nascidos para outra unidade após o nascimento (OR = 5,06, os recém-nascidos internados em UTI (OR = 5,00 e o baixo peso ao nascer (OR = 2,57. Entre as condições socioeconômicas, observou-se uma maior chance para mortalidade neonatal em residências com menor número de moradores (OR = 1,73 e com ausência de filhos menores de cinco anos (OR = 10,10. CONCLUSÕES: Vários fatores que se mostraram associados à mortalidade neonatal neste estudo podem ser decorrentes de assistência inadequada ao pré-natal, ao parto e ao recém-nascido, sendo, portanto, passíveis de serem modificados.

  12. Using the braden and glasgow scales to predict pressure ulcer risk in patients hospitalized at intensive care units Uso de la escala de braden y de glasgow para identificar el riesgo de úlceras de presión en pacientes internados en un centro de terapia intensiva Uso da escala de braden e de glasgow para identificação do risco para úlceras de pressão em pacientes internados em centro de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Magnani Fernandes

    2008-12-01

    Full Text Available Pressure ulcers remain a major health issue for critical patients. The purpose of this descriptive and exploratory study was to analyze the risk factors for the development of pressure ulcers in patients hospitalized at an intensive care unit of a university hospital. Patients were assessed through the Braden scale to determine the risk for the development of pressure ulcers and to identify individual risks, and the Glasgow scale was used to assess their consciousness. It was found that the risks associated with pressure ulcer development were: low scores on the Braden Scale on the first hospitalization day and low scores on the Glasgow scale. The results showed that these tools can help nurses to identify patients at risk, with a view to nursing care planning.Las ulceras de presión todavía representan un gran problema de salud en pacientes críticos. Este estudio, descriptivo y exploratorio, tuvo como objetivo evaluar los factores de riesgo para el desarrollo de la úlcera de presión presentes en pacientes internados en un centro de terapia intensiva de un hospital universitario. Los pacientes fueron evaluados utilizando la escala de Braden para determinar el riesgo de desarrollo de úlceras de presión e identificación de factores de riesgo individuales y con la escala de Glasgow para evaluar el nivel de conciencia. Se encontró que los factores de riesgo asociados al desarrollo de úlcera de presión fueron: las bajas puntuaciones de la Escala de Braden en el primer día de internación y las bajas puntuaciones de la escala de Glasgow. Los resultados confirmaron que estos instrumentos pueden ayudar al enfermero a identificar pacientes en riesgo y a planificar la asistencia.Úlceras de pressão ainda representam grande problema de saúde em pacientes críticos. Este estudo, descritivo e exploratório, objetivou avaliar os fatores de risco para o desenvolvimento de úlcera de pressão presentes em pacientes internados em um centro de

  13. Risky behavior regarding drug use and HIV infection: an Internet questionnaire coupled with short education texts for Portuguese speakers Comportamento de risco para uso de drogas e infecção pelo HIV: questionário na internet acoplado com textos educacionais para língua portuguesa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Strazza

    2007-08-01

    Full Text Available Surveys of risky behavior relating to HIV/AIDS are generally made for groups at risk of infection, for which HIV/AIDS prevalence is usually expected to be higher than in the general population. Therefore, an educational homepage in Portuguese was created on the Internet to inform/ask internauts regarding knowledge and behavior. The internauts were classified as adolescents (13 to 25 years and adults (>25 years. The number of STDs was reported as 1. 8 ± 2. 6 infections (range: 1 to 20 infections; 43% used condoms during sexual intercourse. Alcohol consumption was reported by 63% and illicit drug use by 32% (marijuana 24% and inhalants 15%. Among the adolescents, 31% did not classified alcohol as a drug. The adults more frequently reported homosexuality, anal intercourse and STDs, although the adolescents also presented high rates of risky behavior. These results show the need to reach out to internauts through better control strategies. Different types of strategies must be encouraged, in order to reach people that use this means of communication and entertainment.Levantamentos de comportamento de risco para HIV/AIDS são geralmente feitos para grupos de risco onde a prevalência é normalmente esperada ser maior que na população geral. Assim, foi criada uma homepage educacional em português para informar/perguntar sobre conhecimento e comportamento aos internautas. Os internautas foram classificados em grupos: adolescentes (13 a 25a e adultos (>25a. DST foi relatada como 1,8 ± 2,6 infecções (intervalo de 1 a 20 infecções; 43% usaram preservativo durante ralação sexual. Álcool foi referido por 63%, droga ilícita por 32% (maconha 24% e inalantes 15%. Trinta e um por cento dos jovens não classificaram álcool como droga. Adultos referiram maior freqüência em homossexualismo, sexo anal e DST, embora jovens apresentem altas taxas no comportamento de risco. Os resultados mostram necessidade de atingir internautas com melhores estrat

  14. Idade materna como fator de risco para a hipertensão induzida pela gravidez: análise multivariada Maternal age as a risk factor for pregnancy-induced hypertension: multivariate analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hélio de Lima Ferreira Fernandes Costa

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar se a idade materna igual ou superior a 40 anos é fator de risco independente para o surgimento da hipertensão induzida pela gravidez (HIG. MÉTODO: foi realizado estudo tipo coorte retrospectivo, envolvendo a revisão dos prontuários médicos de 2047 parturientes, das quais 298 com idade igual ou superior a 40 anos e 1749 com idade inferior a 40 anos. Foi realizada análise de regressão logística múltipla para testar a associação da idade materna com a ocorrência de HIG, ajustando o resultado pela paridade, presença de hipertensão arterial crônica, diabete e gemelidade. RESULTADOS: entre as pacientes com idade igual ou superior a 40 anos a incidência de HIG foi de 22,1% (66/298, superior à das pacientes com idade inferior a 40 anos (16%, 286/1463. A HIG foi diagnosticada em 27,2% das primigestas (174/640, 47,6% das hipertensas crônicas (30/66 e 27,1% das diabéticas (13/48. A idade materna avançada, a primiparidade e a hipertensão arterial crônica estiveram associadas à ocorrência de HIG na análise bivariada com OR de 1,4, 2,58 e 4,69, respectivamente. Houve tendência estatisticamente não significante de associação com o diabete gestacional. Após o ajuste, observou-se aumento da força da associação da idade materna avançada com a HIG (OR ajustado = 1,69, o mesmo se verificando em relação à paridade e à hipertensão arterial. CONCLUSÕES: a idade materna igual ou superior a 40 anos foi fator de risco para o surgimento da HIG independente da paridade e da presença da hipertensão arterial e do diabete.PURPOSE: to evaluate maternal age of 40 and older as an independent risk factor for pregnancy-induced hypertension (PIH. METHOD: we conducted a retrospective cohort study involving analysis of medical records of 2047 women in labor, divided into groups of 298 aged 40 and older and 1749 aged under 40. A multiple logistic regression was done to evaluate the association of maternal age with the

  15. Fatores de risco pré-operatórios para o desenvolvimento de Insuficiência Renal Aguda em cirurgia cardíaca Preoperative risk factors for the development of Acute Renal Failure in cardiac surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Claudia Kochi

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVO:Avaliar os fatores de risco clínicos pré-cirurgicos para o desenvolvimento de Insuficiência Renal Aguda (IRA em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca. MÉTODO: Foram estudados, de modo prospectivo, 150 pacientes submetidos à cirurgia cardíaca, durante 21 meses consecutivos, havendo um leve predomínio de homens (57%, idade média de 56 ± 15 anos, sendo que 66% apresentavam insuficiência coronariana como principal diagnóstico e 34% valvulopatias. A mediana da creatinina sérica no período pré-operatório foi de 1,1 mg/dl. IRA foi definida como elevação de 30% da creatinina sérica basal. O protocolo de variáveis clínicas teve seu preenchimento iniciado 48 horas antes do procedimento cirúrgico e encerrado 48 horas após o mesmo, incluindo variáveis cardiológicas e não-cardiológicas, além de resultados laboratoriais. RESULTADOS: A IRA esteve presente em 34% dos casos. Após análise multivariada, presença de doença vascular periférica foi fator pré-operatório identificado. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos nesse estudo permitiram sinalizar alguns fatores contributivos para o desenvolvimento de IRA em cirurgia cardíaca, o que pode possibilitar condutas clínicas simples para evitar a disfunção renal nestas situações e, conseqüentemente, redução da taxa de mortalidade. No presente trabalho, o tamanho da amostra talvez tenha impedido a identificação de outros fatores de risco significativos.OBJECTIVE: To evaluate clinical risk factors for the development of Acute Renal Failure (ARF in patients who undergo cardiac surgery. METHOD: Over a period of 21 consecutive months, one hundred and fifty patients who underwent cardiac surgery were studied. There was a slight prevalence of men (57% and the average age was 56 ± 14.8 years. Sixty-six percent presented with coronary artery disease as the main diagnosis and 34% valvular heart disease. The median preoperative serum creatinine was 1.1 mg/dL. ARF was

  16. Justificativas para uso de suplemento em recém-nascidos de baixo risco de um Hospital Amigo da Criança Justifications for formula supplementation in low-risk newborns at a Baby-Friendly Hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cynthia de Almeida Brandão Meirelles

    2008-09-01

    Full Text Available A Iniciativa Hospital Amigo da Criança preconiza que não se dê a recém-natos nenhum outro alimento ou líquido além do leite materno, a não ser que haja indicação clínica (passo 6. Este estudo teve como objetivo verificar a prevalência e identificar justificativas alegadas para suplementação ao aleitamento materno em recém-nascidos de alojamento conjunto. A amostra foi composta por 300 recém-nascidos de um Hospital Amigo da Criança do Rio de Janeiro, Brasil, que usaram suplemento dentre os que permaneceram exclusivamente em alojamento conjunto. As justificativas alegadas para uso de suplemento foram classificadas como aceitáveis ou não segundo critérios da Iniciativa Hospital Amigo da Criança. A prevalência de uso de suplemento foi de 33,3%. As principais justificativas foram: hipogalactia/agalactia (36,8%, condições de risco para hipoglicemia (21,1%, parto cesáreo (7,9%, condições relativas ao sistema estomatognático (7,4%, condições maternas (6,3% e ausência de resultado de teste rápido anti-HIV (4,5%. O parto cesáreo esteve associado à maior risco de uso de suplemento (RP = 2,1; IC95%: 1,77-2,55 em relação ao parto vaginal. A prevalência do uso de suplemento foi elevada, sendo 9% das justificativas alegadas aceitáveis.The Baby-Friendly Hospital Initiative recommends not giving newborn infants any food or drink other than breast milk unless medically indicated. This study investigated the prevalence and alleged reasons for giving formula supplementation to rooming-in newborns at a Baby-Friendly Hospital. Participants were 300 formula-supplemented, exclusively rooming-in newborns at a Baby-Friendly Hospital in Rio de Janeiro, Brazil. Reasons for formula supplementation were classified as acceptable or unacceptable in accordance with the WHO/UNICEF Baby-Friendly Hospital Initiative guidelines. A supplementation prevalence of 33.3% was found. The main allegations were: hypogalactia/ agalactia (36.8%, conditions

  17. Variabilidade do risco do tempo de permanência ajustado para lactentes de muito baixo peso ao nascer entre centros da Neocosur South American Network

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo Marshall

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Desenvolver um modelo de predição para o tempo de permanência hospitalar (TPH em lactentes de muito baixo peso ao nascer (MBPN e comparar esse resultado entre 20 centros de uma rede neonatal, visto que o TPH é utilizado como uma medida da qualidade da assistência em lactentes de MBPN. MÉTODOS: Utilizamos dados coletados prospectivamente de 7.599 lactentes com peso ao nascer entre 500 e 1.500 g no período entre os anos de 2001 a 2008. O modelo de regressão de Cox foi empregado para desenvolver dois modelos de predição: um modelo prévio com dados do nascimento e outro posterior, que acrescenta morbidades relevantes dos primeiros 30 dias de vida. RESULTADOS: A mediana do TPH estimado e ajustado a partir do nascimento foi de 59 dias; 28 dias depois do tempo de sobrevida de 30 dias. Houve uma alta correlação entre os modelos (r = 0,92. O TPH esperado e o TPH observado variaram bastante entre os centros, mesmo depois de correção para as morbidades relevantes após 30 dias. O TPH mediano (variação: 45-70 dias e a idade concepcional na alta hospitalar (variação: 36,4-39,9 semanas refletem uma variabilidade alta entre centros. CONCLUSÃO: Um modelo simples, com fatores apresentados no nascimento, pode predizer o TPH de um lactente de MBPN em uma rede neonatal. Observou-se uma variabilidade nos TPHs considerável entre unidades de terapia intensiva neonatal. Especulamos que os resultados sejam provenientes das diferenças entre as práticas dos centros.

  18. IDENTIFICAÇÃO DOS FATORES DE RISCO PARA DEPRESSÃO PÓS-PARTO: IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE

    OpenAIRE

    Lorena Andrade Gomes; Valéria da Silva Torquato; Aline Rodrigues Feitoza; Adriano Rodrigues de Souza; Maria Adelane Monteiro da Silva; Ricardo José Soares Pontes

    2010-01-01

    La investigación tuvo como objetivo identificar los factores de riesgo que pueden contribuir para la Depresión Post-parto (DPP) y también identificar los síntomas que pueden caracterizarla en el período del puerperio inmediato. Se trata de una investigación descriptiva con enfoque cuantitativo, realizada entre abril y mayo del 2008, con puérperas (n = 95) de una maternidad considerada de referencia de la ciudad de Fortaleza. Como instrumentos se utilizaron: un formulario con informaciones soc...

  19. A atividade do médico ultra-sonografista apresenta riscos para o sistema músculo-esquelético?

    OpenAIRE

    2004-01-01

    OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento de aspectos pessoais, ocupacionais e de sintomas músculo-esqueléticos percebidos por médicos ultra-sonografistas. MATERIAIS E MÉTODOS: Participaram deste estudo 41 médicos ultra-sonografistas que responderam a uma entrevista e a um questionário relacionado a aspectos organizacionais e à percepção de sintomas. Utilizaram-se, para a análise estatística dos resultados, os coeficientes de variação e de Spearman, e o teste t de Student...

  20. Fatores de risco para hipertensão arterial entre estudantes do ensino médio Fatores de riesgo para la hipertensión arterial entre estudiantes de enseñanza media Risk factors for hypertension among middle school students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dayana Freitas

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os valores pressóricos e estimar a frequência de fatores de risco para a hipertensão arterial entre estudantes do ensino médio. MÉTODOS: Estudo descritivo de corte transversal, desenvolvido em escolas da Região Sudeste brasileira. Fizeram parte da amostra 184 adolescentes matriculados na segunda série do ensino médio, em 2009. Além da mensuração das variáveis clínicas, foram aplicados instrumentos para identificação de fatores de risco associados à doença hipertensiva. RESULTADOS: A alteração pressórica foi um parâmetro detectado em 22,3% da amostra. Dentre os fatores de risco investigados, o histórico familiar de doenças cardiovasculares e o consumo de álcool foram os mais prevalentes. CONCLUSÃO: Há necessidade de valorizar as medidas de prevenção primária e detecção precoce da hipertensão arterial entre adolescentes, com especial atenção para a avaliação dos antecedentes familiares e adoção de hábitos de risco.OBJETIVO: Identificar los valores presóricos y estimar la frecuencia de los factores de riesgo para la hipertensión arterial entre estudiantes de enseñanza media. MÉTODOS: Estudio descriptivo de corte transversal, desarrollado en escuelas de la Región Sudeste brasileña. Conformaron la muestra 184 adolescentes matriculados en la segunda serie de la enseñanza media, en el 2009. Además de la mensuración de las variables clínicas, se aplicaron instrumentos para la identificación de factores de riesgo asociados a la enfermedad hipertensiva. RESULTADOS: La alteración presórica fue un parámetro detectado en el 22,3% de la muestra. Entre los factores de riesgo investigados, la historia clínica familiar de enfermedades cardiovasculares y el consumo de alcohol fueron los más prevalentes. CONCLUSIÓN: Hay necesidad de valorizar las medidas de prevención primaria y detección precoz de la hipertensión arterial entre adolescentes, con especial atención a la evaluación de

  1. Gender differences in aggressiveness in children and adolescents at risk for schizophrenia Comportamentos agressivos em crianças e adolescentes com risco para esquizofrenia: diferenças entre gêneros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Kijner Gutt

    2008-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: This study aimed to investigate whether differences in aggression-related behavioral problems occur between boys and girls at high risk for schizophrenia living in the city of São Paulo, Brazil. METHOD: Using the Child Behavior Checklist, we compared the prevalence of behavioral problems between genders for the offspring (6-18 years of mothers with diagnosis of schizophrenia and a comparison group of children born to women with no severe mental disorders recruited at the gynecology outpatient clinic of the same hospital. The Structured Clinical Interview for DSM-IV Axis I Disorders, Patient Edition was applied for the evaluation of diagnostic status of mothers. RESULTS: Male children of women with schizophrenia had a lower prevalence of aggressive behavior compared to females (4% vs. 36%; p = 0.005, whereas no gender differences regarding aggression were detected in the comparison group (24% vs. 32%; p = 0.53. Logistic regression analyses showed that male gender and being a child of women with schizophrenia interacted so as to favor lower prevalence of aggressive behavior (p = 0.03. CONCLUSION: These findings reinforce the notion that behavioral gender differences related to schizophrenia are already detectable in childhood.OBJETIVO: Investigar diferenças da ocorrência de comportamentos agressivos entre crianças e adolescentes do sexo masculino e feminino com risco genético para desenvolver esquizofrenia. MÉTODO: A prevalência de comportamentos agressivos foi medida utilizando o inventário de comportamentos para crianças e adolescentes, Child Behavior Checklist, e comparada entre os gêneros para o grupo de crianças filhas de mulheres com esquizofrenia e para um grupo de crianças filhas de mulheres atendidas no serviço de ginecologia do mesmo hospital. A entrevista clínica estruturada para DSM-IV (The Structured Clinical Interview for DSM-IV Axis I Disorders Patient Edition foi utilizada para confirmar o diagn

  2. IDENTIFICANDO FATORES DE RISCO E AS PRÁTICAS DE AUTOCUIDADO PARA DETECÇÃO PRECOCE DO CÂNCER DE MAMA EM FAMILIARES DE MASTECTOMIZADAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ISABELA MELO BONFIM

    2009-01-01

    Full Text Available Investigación cuantitativa cuyo objetivo fue identificar los factores de riesgo y prácticas de auto cuidado para detección precoz de cáncer de mama en familiares de mastectomizadas. Se entrevistó a 100 familiares que acompañan a las pacientes con mastectomía por cáncer de mama, en tratamiento de quimioterapia en un hospital de referencia en cáncer de Ceará. Fueron encontrados factores de riesgo como: edad de la 1a. menstruación inferior o igual a doce años, nuliparidad, uso de anticonceptivo oral (CO y tiempo elevado de uso de CO, grupo etario de riesgo y ocurrencia de abortos. Constatamos que en la lucha contra el cáncer de mama, el acompañamiento del familiar sano, es de suma importancia para la detección precoz de la neoplasia mamaria. Se concluye que este segmento de la población también debe ser contemplado por todas las estra- tegias de prevención y detección precoz de la neoplasia mamaria y que la práctica de la educación en el área de la salud sea entendida bajo el aspecto de una educación transformadora.

  3. Aplicação do escore CRIB para avaliar o risco de mortalidade neonatal The use of CRIB score for predicting neonatal mortality risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia F. Sarquis

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivos: 1 avaliar o valor preditivo do Clinical Risk Index for Babies (CRIB para óbito hospitalar; 2 identificar a variável do escore com melhor valor preditivo; e 3 comparar a capacidade do escore CRIB para predizer mortalidade hospitalar com a do peso de nascimento, da idade gestacional e do excesso de base isolados. Métodos: o escore CRIB foi aplicado de forma prospectiva em 100 recém-nascidos admitidos consecutivamente na Unidade Neonatal do HC-UFPR, que tinham peso de nascimento igual ou inferior a 1.500 g ou idade gestacional menor que 31 semanas. Resultados: cinqüenta e cinco recém-nascidos eram do sexo feminino e 45, do masculino, a média do peso de nascimento foi de 1.078,0 277,0 g, e da idade gestacional de 29,2 2,8 semanas. Vinte e um pacientes foram a óbito. A mortalidade nos graus 1, 2, 3 e 4 do CRIB foi, respectivamente, de 6,6%; 46,2%, 85,7% e 100,0%. A precisão do escore para mortalidade foi confirmada (área sob a curva ROC = 0,877, e a melhor variável do escore para prognosticar o óbito hospitalar foi o excesso de base máximo (área sob a curva ROC = 0,795. Comparado com peso de nascimento e idade gestacional, o CRIB foi significativamente melhor para predizer mortalidade. Conclusões: além de ser útil no prognóstico do óbito hospitalar, o CRIB mostrou-se um escore de aplicação simples. Com base nos resultados encontrados, recomenda-se sua incorporação na rotina das unidades neonatais.Objective: to examine the clinical risk index for babies (CRIB predictive value for hospital death; to identify the score variable with the best predictive value and to compare CRIB score capability to predict hospital mortality to birth weight, gestational age and base excess. Methods: CRIB score was obtained through a prospective way from 100 newborns with birthweight of 1,500 g or less or gestational age less than 31 weeks, who were admitted consecutively to the Neonatal Unit of Hospital das Clínicas, Universidade

  4. Escore de risco Dante Pazzanese para síndrome coronariana aguda sem supradesnivelamento do segmento ST Score de riesgo dante pazzanese para síndrome coronario agudo sin supradesnivel del segmento ST Dante Pazzanese risk score for non-st-segment elevation acute coronary syndrome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabete Silva dos Santos

    2009-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Em síndrome coronariana aguda (SCA, é importante estimar a probabilidade de eventos adversos. OBJETIVO: Desenvolver um escore de risco em uma população brasileira com SCA sem supradesnivelamento do segmento ST (SST. MÉTODOS: Foram avaliados prospectivamente 1.027 pacientes em um centro brasileiro de cardiologia. Um modelo de regressão logística múltipla foi desenvolvido para prever o risco de morte ou de (reinfarto em 30 dias. A acurácia preditiva do modelo foi determinada pelo C statistic. RESULTADOS: O evento combinado ocorreu em 54 pacientes (5,3%. O escore foi criado pela soma aritmética de pontos dos preditores independentes, cujas pontuações foram designadas pelas respectivas probabilidades de ocorrência do evento. As seguintes variáveis foram identificadas: aumento da idade (0 a 9 pontos; antecedente de diabete melito (2 pontos ou de acidente vascular cerebral (4 pontos; não utilização prévia de inibidor da enzima conversora da angiotensina (1 ponto; elevação da creatinina (0 a 10 pontos; e combinação de elevação da troponina I cardíaca e depressão do segmento ST (0 a 4 pontos. Foram definidos quatro grupos de risco: muito baixo (até 5 pontos; baixo (6 a 10 pontos; intermediário (11 a 15 pontos; e alto risco (16 a 30 pontos. O C statistic para a probabilidade do evento foi de 0,78 e para o escore de risco em pontuação de 0,74. CONCLUSÃO: Um escore de risco foi desenvolvido para prever morte ou (reinfarto em 30 dias em uma população brasileira com SCA sem SST, podendo facilmente ser aplicável no departamento de emergência.FUNDAMENTO: En el síndrome coronario agudo (SCA, es importante estimar la probabilidad de eventos adversos. OBJETIVO: Desarrollar un score de riesgo en una población brasileña con SCA sin supradesnivel del segmento ST (SST. MÉTODOS: Se evaluaron prospectivamente 1.027 pacientes en un centro brasileño de cardiología. Un modelo de regresión logística múltiple se

  5. Fatores de risco para indicação do parto cesáreo em Campinas (SP Risk factors for the indication of caesarean section in Campinas (SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emília de Faria Carniel

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: conhecer a freqüência de cesarianas em Campinas (SP, e identificar fatores de risco para sua ocorrência. MÉTODOS: estudo transversal no qual se analisaram dados das Declarações de Nascidos Vivos de 2001. A variável dependente foi o tipo de parto e as variáveis independentes foram as características maternas, gestacionais, do parto e do recém-nascido. Na avaliação da associação entre variáveis empregou-se o teste do chi2 e calcularam-se valores de odds ratio (OR brutos e ajustados. RESULTADOS: a taxa de cesáreas foi 54,9%. As chances de cesárea foram aumentadas 1,9 vezes para mulheres de 20 a 34 anos (OR ajustado (ORaj=1,9; IC a 95%:1,7-2,1; 3,7 para as maiores de 35 anos (ORaj=3,8; IC a 95%:3,2-4,5; 1,5 para as que estudaram até o ensino médio (ORaj=1,5; IC a 95%:1,4-1,6; 2,5 para as com ensino superior (ORaj=2,6; IC a 95%:2,2-2,9; 1,3 para as com companheiro (ORaj=1,3; IC a 95%:1,2-1,4; 1,6 para as que trabalhavam (ORaj=1,6; IC a 95%:1,5-1,8; 1,2 para as que moravam em regiões com melhores Índices de Condição de Vida (ORaj=1,2; IC a 95%:1,0-1,3; 2,2 para as primíparas (ORaj=2,2; IC a 95%:1,9-2,5; 1,6 para as multíparas (ORaj=1,6; IC a 95%:1,4-1,9 e 3,1 vezes nas gestações duplas (ORaj=3,1; IC a 95%:2,2-4,4. As mulheres com menos de sete consultas foram protegidas da cesárea (ORaj=0,6; IC a 95%:0,5-0,7. CONCLUSÕES: as chances para indicação de cesareana foram mais elevadas para mulheres de melhor nível socioeconômico, para as com pré-natal adequado, as primíparas, as multíparas e nas gestações duplas, sugerindo que essa indicação não se baseou somente em normas técnicas, mas também em razões não-médicas.PURPOSE: to determine the cesarean section (CS rate in Campinas (SP and to identify its risk factors. METHODS: a cross-sectional study that analyzed data obtained from Live Birth Certificates in 2001. The dependent variable was the type of delivery and the independent variables were

  6. Fatores de risco pré-operatórios para mediastinite após cirurgia cardíaca: análise de 2768 pacientes Preoperative risk factors for mediastinitis after cardiac surgery: analysis of 2768 patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Gradim Tiveron

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A esternotomia mediana longitudinal é a via de acesso mais utilizada no tratamento das doenças cardíacas. As infecções profundas da ferida operatória no pós-operatório das cirurgias cardiovasculares são uma complicação séria, com alto custo durante o tratamento. Diferentes estudos têm encontrado fatores de risco para o desenvolvimento de mediastinite e as variáveis pré-operatórias têm tido especial destaque. OBJETIVO: O objetivo deste estudo é identificar fatores de risco pré-operatórios para o desenvolvimento de mediastinite em pacientes submetidos a revascularização do miocárdio e a substituição valvar. MÉTODOS: Este estudo observacional representa uma coorte de 2768 pacientes operados consecutivamente. O período considerado para análise foi de maio de 2007 a maio de 2009 e não houve critérios de exclusão. Foi realizada análise univariada e multivariada pelo modelo de regressão logística das 38 variáveis pré-operatórias eleitas. RESULTADOS: Nesta série, 35 (1,3% pacientes evoluíram com mediastinite e 19 (0,7% com osteomielite associada. A idade média dos pacientes foi de 59,9 ± 13,5 anos e o EuroSCORE de 4,5 ± 3,6. A mortalidade hospitalar foi de 42,8%. Na análise multivariada, foram identificadas três variáveis como preditoras independentes de mediastinite: balão intra-aórtico (OR 5,41, 95% IC [1,83 -16,01], P=0,002, hemodiálise (OR 4,87, 95% IC [1,41 - 16,86], P=0,012 e intervenção vascular extracardíaca (OR 4,39, 95% IC [1,64 - 11,76], P=0,003. CONCLUSÃO: O presente estudo demonstrou que necessidade do suporte hemodinâmico pré-operatório com balão intra-aórtico, hemodiálise e intervenção vascular extracardíaca são fatores de risco para o desenvolvimento de mediastinite após cirurgia cardíaca.BACKGROUND: Longitudinal median sternotomy is the most common surgical approach for access to heart disease treatment. The deep wound infections in postoperative period of

  7. Eficácia do treinamento de habilidades fonológicas em crianças de risco para dislexia Efficacy of phonological skills training program in children under risk of dyslexia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cíntia Cristina Fadini

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar os sinais da dislexia em escolares de 1ª série e verificar a eficácia do programa de treinamento fonológico em crianças de risco para a dislexia que freqüentam a 1ª série escolar e investigar dentre as crianças de risco que não apresentaram melhora após o treinamento se há presença do quadro de dislexia por meio de diagnóstico interdisciplinar. MÉTODO: participaram deste estudo 30 crianças de 1ª série de ensino público, de ambos os gêneros, na faixa etária de 6 a 7 anos de idade. Neste estudo foi realizada a adaptação brasileira da pesquisa sobre treinamento de habilidades fonológicas composta de pré-testagem, intervenção e pós-testagem. Em situação de pré e pós-testagem, todas as crianças foram submetidas à aplicação do teste para a identificação precoce dos problemas de leitura e aquelas que apresentaram desempenho inferior a 51% das provas do teste foram divididas em Grupo I (GI: composto por 13 crianças submetidas ao programa de treinamento; e em Grupo II (GII: composto por 17 crianças não submetidas ao programa de treinamento. RESULTADOS: os resultados deste estudo revelaram diferenças estatisticamente significantes, evidenciando que das 13 crianças submetidas ao programa, 11 apresentaram melhor desempenho em situação de pós-testagem em relação à pré-testagem. Apenas 2 crianças não responderam à intervenção proposta, sendo submetidas à avaliação interdisciplinar. CONCLUSÃO: a realização do programa de treinamento das habilidades fonológicas foi eficaz para as crianças de risco para dislexia, comprovados pela melhora das habilidades fonológicas e de leitura em situação de pós-testagem em relação à pré-testagem.PURPOSE: to identify the symptoms of dyslexia in 1st grade students and verify the effectiveness of the phonological training program in children under risk of dyslexia and verify children under risk who have not improved after training for

  8. Conhecimento sobre fatores de risco para doenças crônicas: estudo de base populacional Knowledge on risk factors for chronic diseases: a population-based study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Terra Borges

    2009-07-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento populacional sobre as associações de quatro fatores comportamentais (sedentarismo, tabagismo, consumo excessivo de álcool e alimentação inadequada com oito morbidades (diabetes, hipertensão arterial, AIDS, osteoporose, câncer de pulmão, depressão, cirrose hepática e infarto agudo do miocárdio. Foi realizado um estudo transversal de base populacional, incluindo 2.096 indivíduos de dez anos ou mais. O processo de amostragem foi probabilístico por conglomerados. Para cada fator comportamental, foi gerado um escore de conhecimento, que variava de zero a oito pontos. A maior média do escore foi registrada para o conhecimento sobre alimentação inadequada (5,3, seguida por tabagismo (5,1, sedentarismo (4,7 e consumo excessivo de álcool (4,5. Em geral, maiores escores de conhecimento estiveram relacionados com maior escolaridade, nível sócio-econômico e faixas etárias intermediárias. Estratégias governamentais a fim de aumentar o conhecimento populacional sobre fatores de risco para doenças crônicas são necessárias.The aim of the present study was to evaluate public awareness of the association between four behavioral factors (sedentary lifestyle, smoking, alcohol abuse, and inadequate diet and eight diseases (diabetes, hypertension, AIDS, osteoporosis, lung cancer, depression, liver cirrhosis, and acute myocardial infarction. We conducted a population-based cross-sectional study including 2,096 individuals 10 years or older. A random clustered sampling strategy was used. For each behavioral factor, a knowledge score was constructed, ranging from zero to eight points. The highest mean score was observed for inadequate diet (5.3, followed by smoking (5.1, sedentary lifestyle (4.7, and alcohol abuse (4.5. Overall, higher knowledge scores were observed among people with high socioeconomic status and more schooling, and in intermediate age groups. Government health promotion

  9. Efeito dose-resposta de fatores de risco para a doença isquêmica do coração Dose-response effect of risk factors to ischaemic heart disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Alves de Moraes

    1996-10-01

    Full Text Available Resultados de diversos estudos têm apontado a relevância da hipertensão arterial, do hábito de fumar e da hipercolesterolemia como fatores de risco para a doença isquêmica do coração (DIC. Poucos autores têm investigado a existência de gradiente linear relacionando a quantidade destas exposições com os eventos coronarianos. Com o objetivo de avaliar o efeito de diferentes graus de exposição a estas variáveis sobre a DIC, procedendo-se ao ajustamento para possíveis variáveis de confusão, foi feito estudo planejado sob a forma de desenho tipo caso-controle, tendo a coleta de dados se estendido de março de 1993 a fevereiro de 1994. Foram estudados 833 indivíduos de ambos os sexos, na faixa etária compreendida entre 30 e 69 anos completos, sendo todos residentes no Município de São Paulo, SP (Brasil. Foram comparados 280 casos com 553 controles (285 controles de vizinhança e 268 controles hospitalares. A técnica estatística utilizada para a análise dos dados foi a regressão logística multivariada. Os resultados permitiram identificar gradiente linear para as variáveis duração da hipertensão arterial e para número de cigarros consumidos/dia. As variáveis duração do hábito de fumar e duração da hipercolesterolemia, embora tendo apresentado "odds ratios" significantes para as respectivas categorias de exposição, não apresentaram gradiente linear. Foram discutidos aspectos metodológicos que poderiam exercer influência sobre a tendência dos "odds ratios" nas categorias de exposição das variáveis duração do hábito de fumar e duração da hipercolesterolemia. Conclui-se que os efeitos dose-resposta observados para as variáveis duração da hipertensão arterial e número de cigarros consumidos/dia foram independentes da presença nos modelos de potentes fatores de risco para a doença isquêmica do coração.Several authors have reported hypertension, smoking and hypercholesterolemia as independent risk

  10. Risk of surgical site infection in patients undergoing orthopedic surgery Riesgo para infección de sitio quirúrgico en pacientes sometidos a cirugías ortopédicas Risco para infecção de sítio cirúrgico em pacientes submetidos a cirurgias ortopédicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Falci Ercole

    2011-12-01

    Full Text Available This study aimed to identify risk factors associated with surgical site infections in orthopedic surgical patients at a public hospital in Minas Gerais, Brazil, between 2005 and 2007. A historical cohort of 3,543 patients submitted to orthopedic surgical procedures. A descriptive analysis was conducted and surgical site infection incidence rates were estimated. To verify the association between infection and risk factors, the Chi-square Test was used. The strength of association of the event with the independent variables was estimated using Relative Risk, with a 95% confidence interval and pEstudio para identificar factores de riesgo asociados a infecciones de sitio quirúrgico en pacientes quirúrgicos ortopédicos de un hospital público de Minas Gerais, Brasil, entre 2005 y 2007. Cohorte histórica de 3.543 pacientes sometidos a cirugías ortopédicas. Un análisis descriptivo fue realizado y la tasa de incidencia de infección fue estimada. Para verificar la asociación entre la infección y los factores de riesgo se usó el test chi-cuadrado. La fuerza de la asociación del evento con las variables independientes fue estimada por el Riesgo Relativo, con un intervalo de confianza de 95% y p Objetivou-se, neste estudo, identificar fatores de risco associados às infecções de sítio cirúrgico, em pacientes cirúrgicos ortopédicos, de um hospital público de Minas Gerais, Brasil, entre 2005 e 2007. Como método usou-se coorte histórica em 3.543 pacientes submetidos a cirurgias ortopédicas. Análise descritiva e taxa de incidência de infecção foram estimadas. Para verificar a associação entre a infecção e os fatores de risco usou-se o teste qui-quadrado. A força da associação do evento com as variáveis independentes foi estimada pelo risco relativo, intervalo de confiança de 95% e p<0,05. A incidência de infecção de sítio cirúrgico foi de 1,8%. Potencial de contaminação da ferida cirúrgica, condições clínicas do

  11. Simultaneidade dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis em adolescentes: prevalência e fatores associados Simultaneidad de los factores de riesgo para enfermedades crónicas no transmisibles en adolescentes: prevalencia y factores asociados Clustering of risk factors for chronic noncommunicable diseases among adolescents: prevalence and associated factors

    OpenAIRE

    Kelly Samara da Silva; Adair da Silva Lopes; Daniel Giordani Vasques; Filipe Ferreira da Costa; Rosane Carla R. da Silva

    2012-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência e os padrões dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis segundo o nível socioeconômico e a idade dos adolescentes. MÉTODOS: Estudo transversal de base escolar envolvendo 1.675 adolescentes (53% do sexo feminino), com idades de 11 a 17 anos, de escolas públicas e privadas. O consumo de tabaco e álcool, o alto consumo de gordura na dieta e o baixo nível de atividade física constituíram as variáveis comportamentais. Circunferência da cintura e p...

  12. Disfagia orofaríngea en el perro: reporte de dos casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Carolina Patiño Escobar

    2009-12-01

    Full Text Available Se describen dos casos clínicos, que fueron presentados a consulta en el Hospital Veterinario Diego Villegas Toro de la Universidad de Caldas, con un cuadro neumónico grave; luego del examen físico y de realizar diversas pruebas, se concluyó que los diagnósticos más probables incluían acalasia cricofaríngea (AC y disfagia faríngea (DF. Se discuten las alternativas terapéuticas y la evolución clínica de los pacientes. Se menciona el ensayo terapéutico realizado en uno de los pacientes de acuerdo con lo sugerido por la literatura.

  13. Uso crônico de decanoato de nandrolona como fator de risco para hipertensão arterial pulmonar em ratos Wistar Chronic use of nandrolone decanoate as risk factor for pulmonary arterial hypertension in Wistar rats

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jones Bernardes Graceli

    2010-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O uso indiscriminado de esteróides anabolizantes sintéticos, análogos à testosterona, implica aumento do risco cardiovascular e hipertrofia cardíaca. Assim, o aumento da massa ventricular direita corrigido pelo peso corporal (i.é., hipertrofia ventricular direita - HVD, poderia elevar o risco para o desenvolvimento de hipertensão arterial pulmonar (HAP. OBJETIVOS: Examinar os efeitos do tratamento em longo prazo com decanoato de nadrolona na HVD e sua relação com a HAP em ratos. MÉTODOS: 16 ratos Wistar com três meses de idade foram aleatoriamente divididos em dois grupos: 1 controle-sham (CONT, n = 8; 2 tratados com decanoato de nandrolona (DECA, n = 8. O tratamento consistiu na aplicação intramuscular de Deca-durabolin® 6.0mg.kg-1 de peso corporal durante quatro semanas. Após tratamento, os animais foram anestesiados com hidrato de cloral (4.0mL.kg-1, i.p., submetidos à cateterização da artéria femoral para registro da pressão arterial media (PAM e frequência cardíaca (FC. O coração, os rins e o fígado foram retirados, pesados e avaliados os índices de hipertrofia, os quais foram calculados pela razão da massa do órgão pelo peso corporal (mg.g-1. RESULTADOS: Os animais tratados com DECA apresentaram aumento (p INTRODUCTION: The unsystematic use of anabolic steroids, synthetic analogs of testosterone, implies enhanced cardiovascular risk and cardiac hypertrophy. Thus, increased right ventricular mass corrected by the body weight (e.g.right ventricular hypertrophy -RVH could raise the risk for development of pulmonary arterial hypertension (PAH. OBJECTIVES: to examine the effects of long-term chronic treatment with nandrolone decanoate on the RVH and its relationship with PAH in rats. METHODS: 16 three-month Wistar male rats were treated with nandrolone decanoate (6.0 mg/kg-1 body weight; DECA, n=8 or control vehicle (CONT, n=8. The drug and vehicle were administered by a single injection in the femoral

  14. Fatores de risco para doença arterial coronariana em idosos: análise por enfermeiros utilizando ferramenta computacional Factores de riesgo para enfermedad arterial coronaria en ancianos: análisis por enfermeras utilizando herramienta computacional Risk factors for coronary artery disease in the elderly: analysis by nurses using computational tool

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Sidnéia da Silva

    2010-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou analisar a ocorrência dos fatores de risco para doença arterial coronariana em população idosa participante de uma ação comunitária utilizando ferramenta computacional por enfermeiros. Para o desenvolvimento do trabalho utilizou-se uma base de dados coletada em um evento comunitário. As informações se referem a fatores de risco, dados antropométricos, aferição de valores de glicemia, colesterol e pressão arterial, ocorrência de doença cardíaca e outras. A estrutura multidimensional foi elaborada e gerenciada pela ferramenta Analysis Services. A população idosa correspondeu a 40,4% do total, um terço dessa população estava com valores alterados de pressão arterial sistêmica, 53,8% apresentavam índice de massa corporal acima de 25 Kg/m², 40,3% referiram hipertensão e 20,3%, diabetes mellitus. Conclui-se que o controle de fatores de risco para DAC em clientes idosos é essencial e que a tecnologia da informação pode apoiar na tomada de decisões estratégicas de promoção de saúde.Este trabajo tuvo como objetivo analizar la ocurrencia de los factores de riesgo para enfermedad arterial coronaria en la población anciana participante de una acción comunitaria con una herramienta computacional para las enfermeras. Para el desarrollo del trabajo se utilizó una base de datos colectada en un evento comunitario. Las informaciones se refieren a factores de riesgo, datos antropométricos, contraste de valores de glucemia, colesterol y presión arterial, ocurrencia de enfermedad cardiaca y otras. La estructura multidimensional fue elaborada y administrada por la herramienta Analysis Services. La población anciana correspondió a 40,4% del total, un tercio de esta población estaba con valores alterados de presión arterial sistémica, 53,8% presentaban índice de masa corporal arriba de 25Kg/m², 40,4% se referían a hipertensión y 20,3% diabetes mellitus. Se concluye que el control de factores de

  15. Criação de bovinos em sistema silvipastoril com eucalipto: um risco para intoxicação por Ramaria flavo-brunnescens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Machado Alves

    2014-07-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi descrever e discutir os aspectos epidemiológicos de surtos de intoxicação espontânea por Ramaria flavo-brunnescens em bovinos criados em sistema silvippastoril na região sul do Rio Grande do Sul. Foram diagnosticados três surtos da enfermidade entre 2011 e 2013. Em dois surtos a morbidade foi de 35% e 37,4% e a mortalidade foi de 36,12% e 16%, respectivamente. A letalidade nos surtos foi de 45,71% e 96,55%. O diagnóstico foi confirmado pela epidemiologia e presença do cogumelo nas áreas onde os bovinos estavam, além dos sinais clínicos e lesões macroscópicas e histológicas características. Os dados climáticos de temperatura, umidade e precipitação pluviométrica foram analisados estatisticamente; não se observou diferenças de 2007 a 2013. Não foi possível confirmar se a presença de R. flavo-brunnescens nos bosques de eucaliptos está associada a outonos chuvosos e quentes após verões secos. É provável que outros fatores estejam associados à presença do cogumelo nos bosques e à sua toxicidade. A influência do solo e a finalidade da mata plantada podem também, determinar a presença ou não do cogumelo na área. É provável que a espécie de eucalipto seja também um fator determinante para a ocorrência do cogumelo, já que em muitas matas deste gênero o vegetal R. flavo-brunnecens não ocorre. O reconhecimento do cogumelo por trabalhadores e produtores rurais e a época em que o mesmo se desenvolve nos bosques de eucalipto é fundamental para minimizar as perdas econômicas causadas pela intoxicação.

  16. Aquisição da linguagem oral: relação e risco para a linguagem escrita Oral language acquisition: relation and risk for written language

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcio Pezzini França

    2004-06-01

    Full Text Available Este estudo relaciona a aquisição da linguagem oral com o desenvolvimento da escrita em 236 crianças provenientes de escola particular, da cidade de Porto Alegre, RS, Brasil. O objetivo desta pesquisa foi identificar fatores não-lingüisticos envolvidos na aquisição fonológica e descrever a relação da aquisição fonológica com alterações de escrita. Aos 6 anos de idade, os estudantes do jardim de infância foram divididos em 2 grupos, com base no teste de Avaliação Fonológica da Criança. No seguimento, aos 9 anos de idade, foram avaliados através de Ditado Balanceado e produção textual. Ao comparar os resultados dos grupos casos e controles houve diferença estatisticamente significativa na quantidade de erros cometidos na avaliação da escrita, apontando para a aquisição da linguagem oral como fator preditivo para o desenvolvimento ortográfico.The present study relates the acquisition of oral language to the development of writing in 236 children of a private school in the city of Porto Alegre, Brazil. The objective of this research was to identify non-linguistic factors involved in phonological acquisition and to describe the relation of phonological acquisition with alterations of writing. At the age of 6 years, kindergarten students were divided into 2 groups, based on the test of Phonological Evaluation of Children. In the follow-up, at 9 years of age, students were evaluated by means of Balanced Dictation and textual production. The comparison of results from case and control groups showed statistically significant difference as to the number of mistakes made in writing, pointing to the acquisition of oral language as a predictive factor for the development of spelling.

  17. Fatores de risco para infecções de sítio cirúrgico em pacientes operadas por câncer de mama Risk factors for wound infection in operated breast cancer patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hermes de Freitas Barbosa

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar os fatores de risco associados à ocorrência de infecção de sítio cir��rgico (ISC em cirurgias para tratamento do câncer de mama. MÉTODOS: foram incluídas 140 pacientes submetidas à cirurgia para tratamento do câncer invasor de mama, no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2002. A infecção do sítio cirúrgico foi definida como aquela que ocorreu em até 30 dias após a cirurgia e esteve relacionada à mesma, segundo critérios-padrão adotados pelo CDC (Centers for Disease Control and Prevention - USA. As ISC foram consideradas superficiais quando envolviam somente pele e tecido subcutâneo, e profundas quando envolviam tecidos profundos da incisão, como fáscias e musculatura. Foram estudados fatores de risco associados às pacientes (idade, status hormonal, estadiamento, índice de massa corporal (IMC e hemoglobina. Os fatores relacionados à cirurgia foram: tipo, tempo de internação, duração e formação de seroma e hematoma. A análise estatística foi feita com o teste de Mann-Whitney (variáveis numéricas não paramétricas e teste exato de Fisher para variáveis quantitativas. RESULTADOS: do total de 140 pacientes incluídas, 29 (20,7% apresentaram ISC, sendo 19 (13,6% superficiais e 10 (7,1% profundas; 111 pacientes não apresentaram ISC, sendo consideradas como grupo controle. Os fatores de risco associados à paciente e à doença foram o estádio localmente avançado (odds ratio = 2,7; IC 95%: 1,1-6,5 e a obesidade representada pelo IMC médio de 32,2 kg/m² nas pacientes com ISC e 27,2 kg/m² no grupo controle (pPURPOSE: to identify the risk factors associated with the occurrence of surgical site infection (SSI in surgeries for the treatment of breast cancer. METHODS: the study was conducted on 140 women submitted to treatment of invasive breast cancer during the period from January 2001 to December 2002. SSI was defined as infection occurring up to 30 days after surgery and was

  18. Marcadores e fatores de risco para queratoses actínicas e carcinomas basocelulares: um estudo de caso-controle Risk markers and risk factors for actinic keratosis and basal cell carcinoma: a case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Passos da Rocha

    2004-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: A incidência das neoplasias malignas cutâneas vem aumentando em todo o mundo, havendo pouca informação no Brasil sobre seus marcadores e suas lesões precursoras. OBJETIVOS: Identificar fatores de risco e marcadores cutâneos para essas lesões MÉTODOS: Caso-controle aninhado num estudo de prevalência de base populacional com adultos com idade igual ou superior a 50 anos, moradores da zona urbana de Pelotas. No estudo de prevalência aplicou-se um questionário com questões específicas para rastreamento de possíveis lesões cutâneas malignas ou pré-malignas recentes. As pessoas que responderam afirmativamente foram examinadas por dois médicos especialistas (padrão ouro. Uma subamostra daqueles que responderam não às perguntas já mencionadas foi sorteada e também foi examinada. A amostra total ficou constituída por 288 pessoas: 74 casos positivos, conforme o padrão ouro, e 214 controles sem lesões. O número e o tipo de lesão foram avaliados no momento da consulta com os especialistas. O protocolo continha variáveis sociodemográficas, comportamentais e exame dermatológico. A medida de efeito utilizada foi o Odds Ratio (OR, e para o controle dos fatores de confusão utilizou-se a regressão logística, com modelo hierarquizado RESULTADOS: Na análise multivariada permaneceram significativas as seguintes variáveis: idade 80 anos OR=10,21, pele branca OR=4,85, cabelos loiros/vermelhos OR= 3,69; como marcadores de risco: elastose solar OR=4,35, cutis rhomboidalis nuchae OR= 2,88 e mais de 10 melanoses solares no dorso das mãos OR= 6. CONCLUSÃO: Pessoas idosas, com pele clara, cabelos claros, com elastose solar, cutis rhomboidalis nuchae e grande número de melanoses solares nas mãos têm maior risco de apresentar queratoses actínicas e carcinomas basocelulares.BACKGROUND: Incidence of cutaneous neoplasms is increasing worldwide and there is little information from South Brazil about its markers and

  19. PRÁTICAS DE SAÚDE DECORRENTES DOS FATORES DE RISCO PARA O CÂNCER DE MAMA EM MULHERES TRABALHADORAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ANDREA GOMES LINARD

    2008-01-01

    Full Text Available Cáncer de mama se caracteriza como un problema de salud pública. En este estudio, se propuso verificar los factores de riesgo para el cáncer de mama en funcionarias de una universidad de Ceará y su relación con las prácticas de salud desarrolladas por estas mujeres. Pesquisa transversal, realizada en el período de enero a abril del 2006, con 200 funcionarias de una universidad particular de Fortaleza. Datos recogidos con cuestionario, organizados en el SPSS y agrupados de acuerdo con variables previamente establecidas, utilizando los factores de riesgo de acuerdo con el INCA. Los resultados indicaron que un 78,9% usaba anticonceptivo oral; un 62,6% relató consumo de bebidas alcohólicas; el 21,0% menopausia tardía; un 18,8% fumaba y un 18,5% primera menstruación precoz. Respecto a las prácticas de salud se constató que un 78,8% realizaba el auto examen de mamas. Se concluyó que las mujeres están atentas a los factores de riesgo y adoptan en su estilo de vida algunas prácticas de salud encaminadas hacia la detección precoz del cáncer mamario.

  20. Simultaneidade dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis em adolescentes: prevalência e fatores associados Simultaneidad de los factores de riesgo para enfermedades crónicas no transmisibles en adolescentes: prevalencia y factores asociados Clustering of risk factors for chronic noncommunicable diseases among adolescents: prevalence and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Samara da Silva

    2012-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência e os padrões dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis segundo o nível socioeconômico e a idade dos adolescentes. MÉTODOS: Estudo transversal de base escolar envolvendo 1.675 adolescentes (53% do sexo feminino, com idades de 11 a 17 anos, de escolas públicas e privadas. O consumo de tabaco e álcool, o alto consumo de gordura na dieta e o baixo nível de atividade física constituíram as variáveis comportamentais. Circunferência da cintura e pressão arterial elevada, assim como e baixa aptidão cardiorrespiratória compuseram as variáveis biológicas. Regressão log