WorldWideScience

Sample records for renal em pacientes

  1. Doenca renal policistica autossomica dominante em pacientes em hemodialise no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Everton Fernando Alves

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal policística autossômica dominante é a enfermidade renal hereditária mais comum em seres humanos. Objetivo: Analisar a prevalência, características clínicas e laboratoriais de pacientes com rins policísticos e relacionar as manifestações da doença por gênero. Métodos: Trata-se de um estudo observacional e retrospectivo. Foram revisados todos os prontuários médicos de pacientes com rins policísticos admitidos para hemodiálise entre 1995 e 2012, em quatro centros que atendem a área de abrangência da 15ª regional de saúde do Paraná, Brasil. Resultados: Fizeram parte do estudo 48 pacientes com rins policísticos, causa primária da doença renal crônica (DRC estágio 5. A prevalência da doença foi de um em 10.912 habitantes. A média de idade de ingresso na hemodiálise (50,7 anos e o tempo de seguimento em hemodiálise até o transplante (36,5 meses foi menor nos homens. A hipertensão arterial foi o diagnóstico mais frequente em 73% dos pacientes, com predominância em mulheres (51,4%. O cisto hepático foi a manifestação extrarrenal mais frequente nos homens (60,0%. Foram a óbito 10,4% dos pacientes que faziam uso de hemodiálise, sendo 60% de homens. A classe de droga anti-hipertensiva mais utilizada foi a que atua no sistema renina-angiotensina, com maior frequência de uso nas mulheres (53,3%. A ureia pós-diálise foi significativamente maior em homens. Conclusão: A prevalência da doença é baixa entre pacientes em hemodiálise no sul do Brasil. As diferenças observadas entre os gêneros, com exceção da ureia pós, não foram significantes. Os dados encontrados são diferentes dos reportados na América do Norte e Europa.

  2. Marcadores práticos de função renal em pacientes com cistinose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pache de Faria Guimaraes

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Cistinose é uma doença sistêmica, autossômica recessiva, que leva à insuficiência renal crônica na infância, a não ser que o tratamento com cisteamina seja iniciado precocemente. Mesmo nestas condições, os pacientes evoluem para doença renal crônica terminal por volta da segunda década da vida. Portanto, a avaliação da função renal é essencial neste grupo de pacientes. OBJETIVO: Avaliar e correlacionar a cistatina C, creatinina sérica e o clearance de creatinina pela Fórmula de Schwartz em pacientes com cistinose, com diferentes graus de função renal. MÉTODOS: Foram incluídos pacientes com menos de 18 anos de idade, com diferentes níveis de função renal, de acordo com o KDOQI em estágios 1 a 4. Nenhum dos pacientes estava em terapia de substituição renal. Foram medidos os seguintes parâmetros: cistatina C, creatinina sérica e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz. RESULTADOS: Foram analisadas 103 amostras de sangue de 26 pacientes. Foi detectada correlação significativa entre creatinina sérica e cistatina C (r = 0,81, p < 0,0001, cistatina C e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz (r = -0,84, p < 0,0001 e creatinina sérica e clearance de creatinina (r = -0,97, p < 0,0001. CONCLUSÕES: A medida da cistatina não mostrou nenhuma vantagem sobre a creatinina sérica e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz em pacientes com cistinose para avaliar o ritmo de filtração glomerular. Este é o primeiro relato sobre o valor da creatinina sérica, do clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz e da cistatina C em pacientes com cistinose.

  3. Insuficiência renal aguda em pacientes com Síndrome Hellp

    OpenAIRE

    Sílvia Maria Dorigoni

    2001-01-01

    A síndrome HELLP ocorre em gestantes ou puérperas e é caracterizada pelo surgimento de hemólise, elevação de enzimas hepáticas e plaquetopenia. Desenvolve-se em aproximadamente 10% das gestantes com pré-eclampsia, sendo mais freqüente entre a 22a e 36a semanas de gestação. Insuficiência renal aguda é uma complicação freqüente e grave nessas pacientes. O objetivo deste estudo foi avaliar, em pacientes com síndrome HELLP, a prevalência de insuficiência renal aguda e estudar fatores a ela associ...

  4. Interacoes medicamentosas potenciais em pacientes com doenca renal cronica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Batista Marquito

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: Interações medicamentosas (IMs são frequentes na prática clínica e estão diretamente relacionadas a fatores como polifarmácia, idade avançada e deficiência na metabolização e excreção de fármacos. Indivíduos com doença renal crônica (DRC comumente utilizam diversas classes de medicamentos, constituindo um importante grupo de risco para IMs. Objetivo: Identificar potenciais interações entre medicamentos prescritos a renais crônicos em tratamento conservador, e fatores associados a sua ocorrência. Métodos: Estudo observacional transversal, com análise de 558 prescrições. O potencial interativo dos medicamentos foi traçado tendo como suporte a base de dados MICROMEDEX®, software que disponibiliza farmacopeias conhecidas internacionalmente. Resultados: Houve predomínio de indivíduos do sexo masculino (54,7%, idosos (69,4%, no estágio 3 da DRC (47,5%, com sobrepeso e obesos (66,7%. As comorbidades mais prevalentes foram a hipertensão arterial sistêmica (68,5% e o diabetes mellitus (31,9%. IMs potenciais foram detectadas em 74,9% das prescrições. De um total de 1.364 IMs detectadas, 229 (16,8% foram de gravidade maior e 5 (0,4% contraindicadas, com necessidade de intervenção imediata. Interações de gravidade moderada ou menor foram identificadas respectivamente em 1.049 (76,9% e 81 (5,9% das prescrições. Observou-se que a probabilidade de ocorrência de uma IM aumentou em 2,5 vezes para cada medicamento adicional (IC = 2,18-3,03. Obesidade, diabetes, hipertensão e estágio avançado da DRC foram fatores de risco fortemente associados para ocorrência de IM. Conclusão: A associação de medicamentos em indivíduos com DRC relacionou-se com alta prevalência de IMs potencialmente graves, especialmente nos estágios mais avançados da doença.

  5. Listeria monocytogenes in renal transplant recipients Listeria monocytogenes em pacientes pós-transplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Barroso HOFER

    1999-11-01

    Full Text Available Five cases of Listeria monocytogenes bacteriemia were observed from April to December 1985, among renal transplant recipients from the same hospital in São Paulo, Brazil. The patients were adults (mean age: 40.6 years, and the basic complain was fever, with no report of meningeal syndrome. Laboratory tests revealed the presence of two serovars, 1/2a and 4b, which were classified into three lysotypes. The four strains of serovar 4b showed the same antibiotype, with resistance to cefoxitin, clindamycin, oxacillin and penicillin.No período de abril a dezembro de 1985, foram observados cinco casos de listeriose em transplantados renais num mesmo hospital de São Paulo, SP. Os pacientes eram adultos (média de 40,6 anos tendo como queixa básica a febre. Laboratorialmente, em todos foram reconhecidos Listeria monocytogenes, caracterizada por dois sorovares 1/2a e 4b e três lisotipos distintos. As amostras do sorovar 4b apresentaram o mesmo antibiotipo: resistentes à cefoxitina, clindamicina, oxacilina e penicilina.

  6. Transplante renal em pacientes infectados pelo HIV Kidney transplantation in HIV infected patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Nilsen Moreno

    2011-02-01

    Full Text Available Este artigo de revisão tem como objetivo apresentar as principais considerações sobre o transplante renal em pacientes HIV positivos. Na última década, com o advento da terapia antirretroviral de alta atividade (Highly Active Antiretroviral Therapy - HAART, a evolução dos pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (Human Immunodeficiency Virus - HIV mudou significativamente, com uma acentuada diminuição das taxas de morbimortalidade nesta população. Neste contexto, o número de pacientes HIV positivos com doença renal crônica com necessidade de terapia dialítica vem aumentando progressivamente. Diante desta nova realidade, o transplante renal, antes considerado uma contraindicação absoluta para tais pacientes, passou a ser considerado uma alternativa de terapia substitutiva da função renal. Questões sobre o uso de imunossupressores neste grupo de pacientes e sua possível ação aumentando a replicação do HIV, além do risco de infecções oportunistas e de desenvolvimento de neoplasias, são amplamente discutidas. Porém, a experiência clínica nessa área mostra que a utilização dessas drogas para pacientes soropositivos parece ser segura, inclusive com relatos de ação antirretroviral de algumas das drogas imunossupressoras. Apesar disso, ainda hoje existem poucos relatos de transplantes nesta população. Em resumo, os dados da literatura sugerem que o transplante renal, seguindo critérios de seleção dos pacientes, parece ser uma alternativa segura como terapia de substituição renal em pacientes HIV positivos.This review presents current considerations for renal transplantation in HIV patients. In the last decade, with the advent of highly active antiretroviral therapy (HAART, life expectancy of patients infected with human immunodeficiency virus (HIV has significantly improved, showing a marked decrease in the rates of morbidity and mortality in this population. In this setting, the number of

  7. Insuficiência renal aguda em pacientes com sepse grave: fatores prognósticos = Acute renal injury in patients with severe sepsis: prognostic factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Okamoto, Thábata Yaedu

    2012-01-01

    Conclusões: A insuficiência renal aguda foi ocorrência comum nos pacientes com sepse, fazendo parte de um quadro de disfunção de múltiplos órgãos e sistemas, particularmente nos pacientes com diagnóstico de choque séptico, estando associada a aumento da probabilidade de morte nesses pacientes graves. O uso de drogas vasoativas foi o único fator de risco para mortalidade em pacientes com sepse e insuficiência renal aguda que se manteve na análise multivariada. Estes resultados apontam para a importância do tratamento precoce dos quadros de sepse grave a tempo de prevenir a evolução para choque séptico e para insuficiência renal

  8. Avaliacao da espessura medio-intimal em pacientes com doenca renal cronica nao dialitica: estudo prospectivo de 24 meses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Gaspar Marcos

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: O aumento da espessura média-intimal (EMI avaliada por ultrassom é um preditor de risco cardiovascular na população geral. Porém, em pacientes com doença renal crônica nos estágios iniciais, essa associação ainda não está bem estabelecida. Objetivo: Avaliar a associação EMI com a ocorrência de eventos cardiovasculares e mortalidade em pacientes nos estágios iniciais da doença renal crônica. Métodos: A análise post hoc de uma coorte de pacientes nos estágios 2-4 da DRC. Foram avaliados dados laboratoriais, ultrassom da artéria carótida e tomografia coronariana no início do estudo e a ocorrência de óbito, em seguimento por 24 meses. Resultados: Um total de 117 pacientes (57 ± 11 anos, 61% sexo masculino foram avaliados. A taxa de filtração glomerular foi 36 ± 17 mL/min, 96% dos pacientes eram hipertensos, 23% diabéticos e 27% obesos. Calcificação arterial coronariana esteve presente em 48% dos pacientes, sendo mais prevalente em pacientes nos estágios mais avançados da DRC (p = 0,02. EMI foi 0,6 mm (0,4-0,7 mm. Comparado aos pacientes com EMI < 0,6mm, aqueles com EMI ≥ 0,6 mm eram mais velhos (p = 0,001, apresentavam maior prevalência do sexo masculino (p = 0,001, menor taxa de filtração glomerular (p = 0,01 e maior proporção de pacientes com calcificação (p = 0,001. Não foi observada relação entre a espessura média-intimal e a ocorrência de evento cardiovascular e óbito. Conclusão: A espessura médio-intimal em pacientes DRC se associou à calcificação coronariana, mas não à ocorrência de eventos cardiovasculares e óbito, em um seguimento de 24 meses.

  9. Insufici??ncia renal aguda em pacientes com doen??a glomerular: aspectos histol??gicos e papel da necrose tubular aguda

    OpenAIRE

    Tavares, Maria Brand??o

    2011-01-01

    A insufici??ncia renal aguda ?? comum em pacientes com s??ndrome nefr??tica, podendo requerer terapia de substitui????o renal e ser irrevers??vel. A insufici??ncia renal aguda nesses pacientes pode ser precipitada por processos infecciosos, hipovolemia, drogas nefrot??xicas; entretanto na maioria dos casos a etiologia n??o ?? identificada e a insufici??ncia renal aguda ?? considerada idiop??tica. A necrose tubular aguda foi associada ?? insufici??ncia renal aguda em adultos com les??o m??nima...

  10. Insuficiência renal aguda em paciente tratada com ATRA e anfotericina B: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gelcimar Moresco

    2011-06-01

    Full Text Available O presente relato apresenta o caso clínico de uma paciente com leucemia promie-locítica aguda tratada com ácido todo-transretinoico (ATRA, que apresentou suspeita de síndrome do ácido transreti-noico (síndrome de ATRA. Com a ocor-rência de leucopenia febril inespecífica, foram associados ao tratamento antimi-crobianos e antifúngicos. A diminuição da função renal, observada inicialmente, contribuiu para a suspeita de síndrome de ATRA, que foi agravada pelos antifúngi-cos. Assim, o uso de ATRA foi suspenso, mas somente 8 dias depois foi caracteriza-da pneumonia e descartada a hipótese de síndrome de ATRA. Nesse contexto, foi discutida a nefrotoxicidade do ATRA e a potencialização desse efeito adverso pelo uso de antifúngicos nefrotóxicos, em par-ticular da anfotericina B, assim como a im-portância do diagnóstico diferencial entre síndrome de ATRA e doença infecciosa.

  11. Massa ventricular esquerda e índice cardiotorácico em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco de Assis Costa

    2014-04-01

    Full Text Available Introdução: A hipertrofia ventricular esquerda (HVE é um fator preditor independente de risco cardiovascular em pacientes com doença renal crônica (DRC em hemodiálise (HD. Objetivo: Mostrar a utilidade da radiografia de tórax no diagnóstico de HVE em pacientes com DRC em HD. Métodos: Estudo transversal que incluiu 100 pacientes (58 homens e 42 mulheres, idade média de 46,2 ± 14,0 anos, com DRC de todas as etiologias, há pelo menos seis meses em HD. Foram obtidos ecocardiograma e radiografia de tórax dos pacientes, sempre até uma hora após o término das sessões de HD. Resultados: A HVE foi detectada em 83 pacientes (83%, dos quais 56 (67,4% apresentavam o padrão concêntrico e 27 (32,6% a padrão excêntrico de HVE. Cardiomegalia - definida por índice cardiotorácico (ICT > 0,5 - esteve presente em 61 pacientes (61%. Foram os seguintes os valores de sensibilidade, especificidade e acurácia, respectivamente, para a variável ICT: 66,2%, 70,5% e 68,0%. A correlação de Pearson entre ICT e índice de massa do ventrículo esquerdo (IMVE foi de 0,552 (p < 0,05 e razão de verossimilhança positivo de 2,2. Conclusão: A radiografia de tórax é um exame seguro e útil como ferramenta diagnóstica de HVE em pacientes com DRC em HD.

  12. Prevalência da fragilidade entre os pacientes com doença renal crônica em tratamento conservador e em diálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Novais Mansur

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Fragilidade é um estado de vulnerabilidade fisiológica do paciente que se associa ao maior número de hospitalização e óbito. OBJETIVOS: Avaliar a prevalência de fragilidade e os fatores a ela associados em pacientes com doença renal crônica (DRC em tratamento conservador (TC, hemodiálise (HD e diálise peritoneal (DP. MÉTODOS: A fragilidade foi avaliada em 146 pacientes (86 em TC, 37 em HD e 23 em DP e caracterizada como fraqueza muscular e exaustão - pelos domínios do aspecto físico e da vitalidade, respectivamente, avaliados pelo questionário SF-36 de qualidade de vida; como inatividade física caso a resposta fosse "nunca" ou "quase nunca" - quando questionado sobre a prática de atividade física; e como perda de peso não intencional (> 4,5 kg por ano. Os pacientes foram divididos em três grupos: não frágeis (NF, pré-frágeis (PF e frágeis (F. As variáveis demográficas, clínicas e laboratoriais foram extraídas dos prontuários dos pacientes. RESULTADOS: A fragilidade foi caracterizada em 36% dos pacientes em TC, 37,8% em HD e 47,8% em DP. Foi diagnosticada em 36,8% dos pacientes com idade entre 20 e 40 anos e 40,3% daqueles entre 41 e 60 anos. A fragilidade associou-se significativamente ao uso de vitamina D (r = 0.16; p = 0.03, hemoglobina (r = -0.14; p = - 0.02 e paratormônio intacto (r = 0.16; p = 0.03. CONCLUSÕES: A fragilidade é frequente entre os pacientes com DRC em tratamento conservador e dialítico, mesmo naqueles não idosos. Nos pacientes estudados, o fenótipo de fragilidade se associou com o não uso de vitamina D, menores níveis séricos de hemoglobina e níveis mais elevados de paratormônio.

  13. Estudo do esvaziamento gástrico por cintilografia em pacientes com insuficiência renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Sizue Hirata

    2012-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivo o esvaziamento gástrico (EG nos pacientes com insuficiência renal crônica (IRC. MATERIAL E MÉTODO: Foram estudados 30 pacientes com IRC, 16 em tratamento clínico conservador (TCC e 14 em hemodiálise (THD há mais de seis meses. O grupo-controle (CTL foi constituído por 18 voluntários assintomáticos. O método de estudo do esvaziamento gástrico (EG foi a cintilografia. A refeição-teste padronizada foi uma omelete de três ovos de galinha preparada com enxofre coloidal marcado com 185 MBq de tecnécio-99 m. Foram estudados as curvas de retenção gástrica e, a partir delas, obtido o T½ do EG. Considerou-se normal o valor de T½ correspondente à média dos valores de T½ do grupo-controle mais duas vezes o desvio-padrão. Os testes estatísticos utilizados foram o de χ² e o de Kruskal Wallis. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significativa em relação às curvas de retenção gástrica total e ao T½ de EG, que foi semelhante nos três grupos estudados. Nove pacientes apresentaram T½ de EG elevado, acima de 125 minutos. Estes pacientes estavam igualmente distribuídos entre ambos os sexos e entre os grupos TCC e THD. CONCLUSÕES: Concluiu-se que a taxa de retenção gástrica e o T½ de EG em pacientes com IRC em TCC e THD não difere do grupo de pacientes sadios. A hemodiálise não parece diminuir o risco de retenção gástrica em pacientes com IRC

  14. Função renal em pacientes com leishmaniose muco-cutânea tratados com antimoniais pentavalentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Paulo Russomano Veiga

    1985-12-01

    Full Text Available Avaliou-se a função renal em 10 pacientes com leishmaniose muco-cutânea tratados com glucantime (antimoniato de Meglumine, Rhodia ou Pentostam (estibogluconato de sólio, Wellcome. Durante o uso das drogas, verificou-se a existência de um defeito na capacidade concentrante do rim, obtendo-se menores valores da osmolaridade urinária máxima e de depuração negativa máxima de água livre, neste período, em relação aos testes efetuados antes do tratamento. A capacidade de concentração urinária normalizou-se em 5, de 8 pacientes estudados no período de 15 a 30 dias, após a suspensão dos medicamentos, embora com valores de osmolaridade urinária máxima inferiores aos obtidos antes do tratamento. Em dois pacientes surgiu proteínúria, acima de 150 mg/dia, com o uso dos antimoniais, normalizando-se posteriormente. A depuração de creatinina endógena não se alterou significativamente com o uso das drogas. Os resultados sugerem que os antimoniais pentavalentes podem levar a uma disfunção tubular renal, caracterizada por um defeito na capacidade de concentrar a urina, reversível após a retirada dos medicamentos.

  15. Cuidados de enfermagem ao paciente renal crônico em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecília Maria Farias de Queiroz Frazão

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo del estudio fue sintetizar el conocimiento producido en artículos sobre atención de enfermería a los pacientes con insuficiencia renal crónica en hemodiálisis. Revisión integradora de la literatura, en las bases de datos SCOPUS, CINAHL, PubMed, LILACS y Cochrane. La muestra constó de diez artículos. La atención de enfermería fue categorizada y agrupada por los dominios de la NANDA Internacional. Las publicaciones se produjeron de 2009-2012, prevaleciendo estudios descriptivos y con nivel VI de evidencia. Dados los resultados, se identificó que la atención de enfermería al paciente renal crónico se centra en la prevención de infecciones, promoción del autocuidado, orientaciones a la familia y paciente, control de la dieta y promoción de ambiente confortable. Así, conocer la atención de enfermería proporciona subvenciones al enfermero para desarrollo del plan de atención específica, direccionada a las necesidades de cada individuo.

  16. Alterações eletrocardiográficas em pacientes portadores de doença renal crônica ao iniciar terapia renal substitutiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Antonio de Almeida

    2015-03-01

    Full Text Available Introdução: as complicações cardiovasculares são as principais causas de morte nos pacientes com Doença Renal Crônica desde os estágios 2 e 3 até o estágio 5 (terminal, sendo responsáveis por cerca de 50% dos óbitos nesse grupo de pacientes. O estádio 5 do doença é caracterizado pela filtração glomerular inferior 15 mL/mim/1,73m² e suas principais causas são a hipertensão arterial e o Diabetes mellitus tipo 2. Objetivo: descrever as alterações eletrocardiográficas observadas nos pacientes com doença renal crônica estádio 5 no momento em que iniciam tratamento dialítico e correlacioná-las com a doença de base que causou a doença renal crônica. Resultados: foram avaliados os eletrocardiogramas de 199 pacientes de um único centro de diálise no período de quatro anos. A maioria dos pacientes tem doença renal crônica por Diabetes mellitus tipo 2 (36,5%, hipertensão arterial (30% e glomerulopatias (12%. Observamos apenas 12% de exames eletrocardiográficos com traçados normais. As alterações mais comuns foram a sobrecarga atrial esquerda (31%, a sobrecarga ventricular esquerda (30%, as alterações de repolarização ventricular por hiperpotassemia (26% e o prolongamento do intervalo QTc. A sobrecarga ventricular esquerda foi mais prevalente nos pacientes com hipertensão arterial como causa da doença renal crônica e o padrão strain bastante comum (47% dos casos com sobrecarga ventricular esquerda. Conclusão: as alterações eletrocardiográficas são muito prevalentes nos pacientes com doença renal crônica estádio 5 e precisam ser conhecidas pelos profissionais que os atendem.

  17. O uso de metformina em pacientes diabéticos com insuficiência renal. É tempo de mudança

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Antonio de Almeida

    2015-03-01

    Full Text Available O Diabetes mellitus tipo 2 (DM2 está entre as principais causas de doença renal crônica (DRC em todo o mundo. Aproximadamente um quarto dos pacientes com DM2 tem DRC [(ritmo de filtração glomerular < 60 mL/min/1,73m² ou creatinina ≥ 1,4 mg/dL (mulheres e ≥ 1,5 mg/dL (homens], aos quais seria contraindicado o uso de metformina pelo “maior risco” de acidose lática. Na realidade, a acidose láctica é uma complicação rara em pacientes com DM2 em uso de metformina (1 caso a cada 25.000 a 30.000 pacientes/ano e não é mais comum em pacientes com DRC, embora o medicamento se acumule nesta condição clínica. Em contrapartida, há evidências de que em diabéticos com doença cardiovascular, o uso da metformina reduz a mortalidade geral e, em particular, nos pacientes com DRC. Esta atualização faz uma revisão da farmacocinética do medicamento, suas indicações preferenciais, benefícios e propõe as doses e as condições de uso da metformina em pacientes com DRC.

  18. Insuficiência renal aguda em paciente tratada com ATRA e anfotericina B: relato de caso

    OpenAIRE

    2011-01-01

    O presente relato apresenta o caso clínico de uma paciente com leucemia promie-locítica aguda tratada com ácido todo-transretinoico (ATRA), que apresentou suspeita de síndrome do ácido transreti-noico (síndrome de ATRA). Com a ocor-rência de leucopenia febril inespecífica, foram associados ao tratamento antimi-crobianos e antifúngicos. A diminuição da função renal, observada inicialmente, contribuiu para a suspeita de síndrome de ATRA, que foi agravada pelos antifúngi-cos. Assim, o uso de ATR...

  19. Fatores de risco para lesão renal aguda em pacientes com trauma grave e seus efeitos na mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luciano Baitello

    2013-06-01

    Full Text Available Os estudos que relacionaram lesão renal aguda (LRA e trauma surgiram durante a Segunda Guerra Mundial e, desde então, tem havido progressiva evolução dos cuidados para a prevenção da LRA. Entretanto, a determinação dos fatores de risco para o desenvolvimento de LRA pós-trauma permanece crucial e pode ajudar a reduzir esta complicação. OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo identificar os fatores de risco para o desenvolvimento de LRA em pacientes com trauma grave e sua influência na mortalidade. Trata-se de um estudo retrospectivo com 75 pacientes incluídos por apresentarem trauma grave; seis foram excluídos por terem chegado ao hospital sem condições de ressuscitação. MÉTODO: As variáveis estudadas foram: idade, sexo, gravidade do trauma de acordo com Injury Severity Score (ISS e Escala de Coma de Glasgow (ECG, mecanismo de trauma, pressão arterial média na admissão, reposição volêmica nas primeiras 24h, níveis séricos de creatinina, uso de antibióticos nefrotóxicos, tempo de internação, necessidade de internação em UTI e mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de LRA em traumatizados graves foi de 17,3%, sendo que os fatores associados à IRA nessa amostra foram TCE, ECG < 10. A mortalidade, o tempo de internação e a necessidade de UTI foram significativamente maiores nos pacientes que desenvolveram LRA. CONCLUSÕES: A identificação desses fatores de risco é de suma importância para a formulação de estratégias de atendimento aos pacientes vítimas de trauma grave, visando à prevenção da lesão renal aguda e da elevada mortalidade.

  20. Percepções do paciente em lista de espera para o transplante renal Percepciones del paciente en lista de espera para el transplante renal Feelings of patients on the waiting list for a kidney transplant

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosiele Vemdrame Flores

    2004-12-01

    Full Text Available Estudo exploratório descritivo, com abordagem qualitativa cujo objetivo foi: conhecer as percepções dos pacientes em lista de espera para transplante renal. O local da pesquisa foi a Unidade de Hemodiálise de um hospital universitário de Porto Alegre. Os participantes foram os pacientes ativos na lista de espera para fazer o transplante renal, sendo a amostra constituída de 09 portadores de IRC, que realizam hemodiálise. Como resultados identificou-se as seguintes percepções: esperança, ansiedade, liberdade, ambivalência, medo, culpa e fé. A dependência da diálise para sobreviver remete o paciente ao confronto com a morte e a descrença, ao mesmo tempo em que busca força e fé para lutar e manter-se na espera por um doador.Estudio exploratorio descriptivo, con abordaje cualitativo cuyo objetivo fue: conocer las percepciones de los pacientes en lista de espera para transplante renal. El local de la encuesta fue la Unidad de Hemodiálisis de un hospital universitario de Porto Alegre. Los participantes fueron los pacientes activos en la lista de espera para hacer el transplante renal, siendo la muestra constituida de 09 portadores de IRC (Insuficiencia Renal Crónica, que realizan hemodiálisis. Como resultados se identificaron las siguientes percepciones: esperanza, ansiedad, libertad, ambivalencia, miedo, culpa y fe. La dependencia de la diálisis para supervivir remete al paciente al enfrentamiento con la muerte y la descreencia, al mismo tiempo en que busca fuerza y fe para luchar y mantenerse en la espera por un donador.A descriptive and exploratory study with a qualitative approach whose aim was to get to know the feelings of patients on the waiting list for a kidney transplant. The research was conducted at the Hemodialysis Unit of a university hospital of Porto Alegre. The participants were the active patients on the waiting list for a kidney transplant. The sample comprised 9 patients affected with chronic renal

  1. Arterite de Takayasu com estenose de artéria renal diagnosticada em paciente com 65 anos de idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellen Simionato Valente

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Arterite de Takayasu é uma doença rara, de etiologia desconhecida, que acomete a aorta e seus principais ramos. É uma patologia, geograficamente mais comum no Sudeste Asiático, que acomete principalmente mulheres em idade reprodutiva. A apresentação clínica é inespecífica, com sinais e sintomas que variam de acordo com o seguimento arterial acometido. O vaso mais comumente afetado é a artéria subclávia, enquanto a estenose de artéria renal é relativamente incomum. Comprometimento cardíaco e associação com outras patologias também podem estar presentes. Apresentamos neste relato o caso de uma paciente idosa com diagnóstico tardio de arterite de Takayasu e várias comorbidades ou complicações relacionadas.

  2. Peroxidação lipídica em pacientes com insuficiência renal crônica Lipid peroxidation in patients with chronic renal failure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Mafra

    1999-12-01

    Full Text Available Trabalhos demonstram desequilíbrio entre atividade oxidante/antioxidante e um aumento nos níveis de radicais livres em pacientes com insuficiência renal crônica. Várias pesquisas mostram uma maior peroxidação lipídica em eritrócitos e outras células do sangue com implicações importantes na morbidade destes pacientes, principalmente por doenças cardiovasculares. Os níveis de antioxidantes enzimáticos como a glutationa peroxidase, superóxido dismutase e catalase estão reduzidos, bem como os dos elementos traço (Selênio, Zinco. A diminuição das defesas antioxidantes permite o aumento da formação de espécies reativas de oxigênio, o que caracteriza a condição de estresse oxidativo. Em decorrência disto, ocorrem lesões oxidativas que podem alterar a fluidez da membrana dos eritrócitos, contribuindo para a hemólise e piora da anemia, além de causar a oxidação das lipoproteínas de baixa densidade do colesterol, a qual tem um papel importante na patogênese da aterosclerose, que ocorre freqüentemente nos pacientes com insuficiência renal crônica. O objetivo deste trabalho é discutir a relação da peroxidação lipídica e da diminuição das defesas antioxidantes do organismo como fatores importantes na patogênese da insuficiência renal crônica e suas complicações.Evidence suggests an imbalance between antioxidant and oxidant activities and a hyperproduction of free radicals in patients with chronic renal failure. Researches have observed increased levels of plasma and erythrocyte lipid peroxidation and it has recently been implicated as a causative factor of cardiovascular diseases. Antioxidants, including glutathione peroxidase, superoxide dismutase, catalase and trace elements (Selenium, Zinc, are decreased in chronic renal failure. This may cause deterioration of antioxidant defense of red cells contributing to more active red cell destruction, causing anemia in uremia and peroxidation of low density

  3. Seizure occurrence in patients with chronic renal insufficiency in regular hemodialysis program Ocorrência de crises epilépticas em pacientes com insuficiência renal crônica em programa dialítico regular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fulvio Alexandre Scorza

    2005-09-01

    Full Text Available Hemodialysis-associated seizure is a complication of hemodialysis. This report describes the occurrence of seizures in patients with end stage renal disease on dialysis therapy at the Nephrology Institute of Mogi das Cruzes, São Paulo State, Brazil. A retrospective medical history of 189 patients was reviewed to investigate the occurrence of convulsive seizures during dialytic program. Seven patients with history of seizures were selected but five of them were included in our study. Three patients presented generalized tonic-clonic seizures, one had partial seizure with secondary generalization, and one presented unclassified seizure. Three patients presented seizure just during the dialysis (unique seizure and one of them presented convulsive status epilepticus. The two other patients had already presented seizures prior the beginning of dialysis. We conclude that seizures in renal failure could be considered as occasional events that do not usually become chronic.Convulsões durante o tratamento dialítico podem constituir uma complicação da hemodiálise. Esse artigo descreve a ocorrência de crises em pacientes em estágio final de insuficiência renal crônica sob tratamento dialítico no Instituto de Nefrologia de Mogi das Cruzes, São Paulo, Brasil. Foram revistos os prontuários de 189 pacientes, com o objetivo de investigar a ocorrência de crises convulsivas durante o tratamento dialítico. Dos sete pacientes selecionados com história de crises, cinco concordaram em participar de nosso estudo. Três pacientes apresentaram crises generalizadas tônico-clônicas, um apresentou crise parcial com generalização subseqüente e um apresentou crise inclassificada. Três pacientes apresentaram crises apenas durante o processo dialítico (crise única sendo que um deles apresentou status epilepticus convulsivo. Os outros dois pacientes já haviam apresentado crises antes do início do tratamento dialítico. Nós concluímos que as crises

  4. Mortalidade e prognóstico específico em pacientes com insuficiência renal aguda Assessment of mortality and specific index in acute renal failure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luis Balbi

    2005-12-01

    Full Text Available Vários sistemas de estratificação de risco têm sido estudados com o objetivo de predizer a evolução de pacientes graves com insuficiência renal aguda (IRA. OBJETIVOS: Avaliar e comparar as taxas de mortalidade e o escore de severidade individual de necrose tubular aguda (ATN-ISS em pacientes que desenvolveram IRA tratados em hospital universitário de atendimento predominantemente terciário. MÉTODOS: Foram estudados prospectivamente 103 pacientes com IRA por necrose tubular aguda (NTA, atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP, acompanhados até recuperação do quadro renal ou óbito. No momento da primeira avaliação do nefrologista foi aplicado o escore ATN-ISS. Os resultados foram apresentados em média ± desvio padrão ou mediana, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Verificamos que 51,4% eram do sexo masculino, com média de idade de 58 ± 36 anos. A mortalidade geral foi de 44,3%, sendo estatisticamente maior nos pacientes provenientes de enfermarias cirúrgicas (52,7% quando comparados àqueles de enfermarias clínicas (35,3%, e naqueles que realizaram diálise (63,8% quando comparados aos de tratamento conservador (23,5%. O escore ATN-ISS apresentou boa confiabilidade, com elevado poder discriminatório (área sob a curva de 0,95 e boa calibração, principalmente a partir do quintil 3. CONCLUSÃO: Na população estudada, as taxas de mortalidade foram semelhantes àquelas encontradas na literatura. O escore ATN-ISS mostrou ser um índice prognóstico com grande confiabilidade, podendo ser aplicado na prática diária do nefrologista.A variety of systems of risk factor stratification have been studied to predict the outcome in acute renal failure (ARF. Objectives. Assess and compare mortality and the Acute Tubular Necrosis Individual Severity Score (ATN-ISS in patients with AFR treated in a university hospital. METHODS: A prospective analysis was made of 103 patients with a

  5. Estimativa das necessidades energéticas em pacientes com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cordeiro Dias Rodrigues

    2013-02-01

    Full Text Available Estabelecer as necessidades energéticas de pacientes com doença renal crônica é importante para que se possam tratar os distúrbios nutricionais encontrados nessa população. Segundo os guias de condutas voltados ao cuidado nutricional de pacientes com essa doença, a recomendação energética pode variar entre 30 e 40kcal/kg/dia. Contudo, trabalhos que avaliaram os componentes do gasto energético nos pacientes com doença renal crônica sugerem que as necessidades energéticas dessa população podem diferir do valor recomendado acima, a depender da condição clínica (presença de comorbidades, da modalidade de tratamento empregado e do nível de atividade física. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo fazer uma revisão dos estudos sobre o gasto energético de pacientes com doença renal crônica, com o intuito de abordar as seguintes questões: (1 as atuais recomendações de energia para pacientes com doença renal crônica estão adequadas? (2 qual equação de predição poderia ser empregada para estimar as necessidades energéticas desse grupo de pacientes? Assim, esta revisão busca auxiliar o nutricionista ao estimar as necessidades energéticas de pacientes com doença renal crônica.

  6. Incremento da depuração renal em pacientes gravemente enfermos: incidência, fatores associados e efeitos no tratamento com vancomicina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Luz Campassi

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Foi descrito um incremento da depuração renal em alguns grupos de pacientes gravemente enfermos, o qual pode induzir à eliminação de concentrações de fármacos por filtração glomerular aquém do ideal, principalmente no caso de antibióticos. Sua ocorrência e os fatores determinantes têm sido pouco estudados. Nossos objetivos foram determinar a incidência e os fatores associados ao incremento da depuração renal, bem como seus efeitos nas concentrações e na posologia de vancomicina em uma série de pacientes em unidade de terapia intensiva. Métodos: Estudamos, de forma prospectiva, 363 pacientes admitidos durante 1 ano em uma unidade de terapia intensiva clínico-cirúrgica. Foram excluídos pacientes que tivessem nível de creatinina sérica >1,3mg/dL. A depuração de creatinina foi calculada a partir da coleta de urina de 24 horas. Os pacientes foram agrupados segundo a presença de incremento da depuração renal (depuração de creatinina >120mL/min/1,73m2, e os possíveis fatores de risco foram analisados por meio de análise bivariada e logística. Em pacientes tratados com vancomicina, foram registradas a posologia e as concentrações plasmáticas. Resultados: O incremento da depuração renal esteve presente em 103 pacientes (28%, os quais eram mais jovens (48±15 versus 65±17 anos; p<0,0001, tinham mais frequentemente admissões obstétricas (16 versus 7%; p=0,0006 e por trauma (10 versus 3%; p=0,016, e menos comorbidades. Os únicos determinantes independentes para o desenvolvimento de incremento da depuração renal foram idade (OR=0,95; IC95%=0,93-0,96; p<0,0001; e ausência de diabetes (OR 0,34; IC95% 0,12-0,92; p=0,03. Doze dos 46 pacientes que receberam vancomicina tinham incremento da depuração renal e, apesar das doses elevadas, tinham concentrações plasmáticas de vancomicina mais baixas. Conclusões: Nessa coorte de pacientes gravemente enfermos, foi frequente o achado de incremento da depura

  7. Achados eletrocardiográficos em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Henrique Bignotto

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A doença cardiovascular é a principal causa de mortalidade de pacientes em hemodiálise. Quando consideradas todas as causas de morte, aproximadamente 30% são classificadas como parada cardíaca, morte de causa desconhecida ou arritmia cardíaca. O prolongamento do tempo de despolarização e repolarização ventriculares, medido pela aferição do intervalo QT no eletrocardiograma de repouso, tem emergido como preditor de arritmias ventriculares complexas, uma importante causa de morte súbita cardíaca. OBJETIVOS: Determinar as alterações eletrocardiográficas presentes em pacientes sob hemodiálise (HD, aferir o intervalo QT e sua relação com variáveis clínicas e laboratoriais. MÉTODOS: Pacientes com idade acima de 18 anos em programa de hemodiálise foram abordados para participarem do estudo, e após anuência, foram submetidos ao exame de eletrocardiograma de 12 derivações. Dados clínicos foram revisados para avaliar a presença de comorbidades, além da aferição de medidas antropométricas e da pressão arterial. Amostras de sangue foram coletadas para determinação da hemoglobina e níveis séricos de cálcio, fósforo e de potássio. RESULTADOS: Cento e setenta e nove pacientes foram incluídos no estudo. A maioria era do sexo masculino (64,8% e da raça branca (54,7%; a idade média foi de 58,5 ± 14,7 anos. Aproximadamente 50% dos pacientes apresentaram ao menos um distúrbio de condução elétrica. Cerca de 50% apresentaram prolongamento do intervalo QTc e experimentaram aumento significativo na frequência de hipertrofia ventricular esquerda (HVE, alterações do ritmo cardíaco, bloqueios de ramo e mais baixos índices de massa corporal (IMC, quando comparados aos pacientes com intervalo QTc normal. CONCLUSÕES: Pacientes com doença renal crônica (DRC em hemodiálise apresentam elevada frequência de achados eletrocardiográficos anormais, incluindo alta prevalência de pacientes com intervalo QTc

  8. Níveis séricos de vitamina D e periodontite crônica em pacientes com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jessica do Amaral Bastos

    2013-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO A concomitância de periodontite crônica (PC em pacientes com doença renal crônica (DRC tem sido associada a desfechos adversos. A deficiência de vitamina D (25(OHD parece desempenhar papel importante na PC e níveis inadequados de vitamina D têm sido descritos em pacientes com DRC. OBJETIVO: Examinar a relação entre níveis séricos de vitamina D e PC em pacientes com DRC pré-dialítica. MÉTODO: Estudo de caso-controle, definidos, respectivamente, como pacientes com DRC e PC e DRC sem PC. Os dados demográficos, de exame físico e laboratoriais foram obtidos no dia da consulta. A DRC foi definida e estagiada segundo a NKF QDOKI TM. Os níveis séricos de 25(OH D foram dosados por quimioluminescência quando da avaliação da PC, a qual foi caracterizada segundo os critérios de Academia Americana de Periodontologia (1999. Os resultados de 25(OHD foram estratificados em deficiência ( 30 ηg/mL. RESULTADOS: Um total de 29 pacientes foram estudados, 15 no grupo caso e 14 no grupo controle. Os pacientes casos apresentaram mediana de 25(OH D inferior a dos pacientes controles (22,6 vs. 28,6 ηg/mL; p < 0,01. A frequência de pacientes casos com insuficiência/deficiência de vitamina D foi maior do que entre os pacientes controles (93,3% vs. 57,1%, p < 0,004. Por outro lado, o percentual de pacientes com suficiência de vitamina D foi maior entre os controles se comparados aos integrantes do grupo casos (42,9% vs. 6,7%, p < 0,004. CONCLUSÃO: Em pacientes com DRC, a deficiência de vitamina D se associa com PC.

  9. Permanent vascular access in patients with end-stage renal disease, Brazil Acceso vascular permanente en pacientes renales crónicos terminales en Brasil Acesso vascular permanente em pacientes renais crônicos terminais no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Macedo da Silva

    2011-04-01

    renal crónica anterior a la entrada en hemodiálisis OBJETIVO: Analisar fatores associados à provisão de acesso vascular arteriovenoso no Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal, nacionalmente representativo, com pacientes com doença renal crônica terminal acompanhados em serviços de diálise ou em centros transplantadores no ano de 2007. A amostra incluiu apenas pacientes que tiveram a hemodiálise como primeira modalidade de tratamento e que sabiam com que tipo de acesso vascular haviam iniciado o tratamento (N = 2.276. Os dados são oriundos do Projeto TRS - "Avaliação econômico-epidemiológica das modalidades de Terapia Renal Substitutiva no Brasil". Regressão logística múltipla foi utilizada. RESULTADOS: Aproximadamente 30% dos pacientes tinham acesso vascular arteriovenoso. Os fatores associados à baixa probabilidade de ter acesso vascular arteriovenoso como primeiro tipo de acesso foram: tempo de diagnóstico de doença renal crônica anterior à entrada em hemodiálise < 1 ano, menor tempo de tratamento dialítico, não possuir cobertura de plano de saúde, residir na região Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste, e residir na região Norte e ao mesmo tempo não possuir cobertura de plano de saúde. No modelo final não foi observada associação do desfecho com variáveis socioeconômicas e comorbidades, mas sim com cuidados pré-diálise. CONCLUSÕES: Os resultados mostram que, para aumentar a provisão de acesso vascular arteriovenoso antes do início da hemodiálise no Brasil, os esforços devem ser focados no cuidado pré-diálise.

  10. Fatores de risco associados à lesão renal aguda em pacientes tratados com polimixina B em um hospital terciário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Fuchs Bahlis

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Introdução: O uso de polimixinas foi praticamente abandonado nos anos 1970 devido as altas taxas de nefropatia. Entretanto, foram reintroduzidas na prática médica devido a sua ação contra bactérias gram negativas resistentes a carbapenemicos. A literatura recente sugere uma taxa de nefropatia mais baixa do que a historicamente reportada. Objetivo: Determinar a incidência de nefropatia associada ao uso de polimixina utilizando os critérios de RIFLE. Métodos: Foi realizada coorte retrospectiva de todos pacientes adultos que receberam polimixina B no Hospital Nossa Senhora da Conceição de dezembro de 2010 até março de 2011. Resultados: 61 pacientes (43% preencheram os critérios de rifle para injúria renal e 28 (13,7% necessitaram de diálise. Preditores independentes para nefrotoxicidade foram hipotensão (OR, 2.79; CI 1.14-5.8; p = 0.006 e uso concomitante de vancomicina (OR, 2.86; CI, 1.27-6.4; p = 0.011. Conclusão: Nessa coorte retrospectiva, nefrotoxicidade (definida pelos criterios de RIFLE ocorreu em 43% dos pacientes tratados com polimixina B. O uso concomitante de vancomicina e hipotensão foram fatores de risco independentes para desenvolvimento de nefropatia. Mais estudos são necessarios, particularmente com polimixina B, para esclarecer se as caracteristicas dessa droga e da colistina são sobreponíveis.

  11. Pesquisa de doença aterosclerótica multiarterial em pacientes hipertensos com estenose de artéria renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Precil Diego Miranda de Menezes Neves

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A detecção de estenose de artéria renal em pacientes hipertensos pode ser um sinal de aterosclerose arterial sistêmica. OBJETIVOS: Identificar e caracterizar do ponto de vista clínico e epidemiológico os pacientes hipertensos com estenose de artéria renal, avaliando fatores de risco cardiovascular e presença de doença aterosclerótica multiarterial sintomática. MÉTODO: Foram selecionados os pacientes hipertensos atendidos no ambulatório de Nefrologia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM entre 2000-2010, com diagnóstico de estenose de artéria renal de etiologia aterosclerótica. Avaliaram-se dados epidemiológicos (gênero, idade, etnia, fatores de risco cardiovascular (Diabetes Mellitus, hipercolesterolemia, hipertrigliceridemia, tabagismo, síndrome metabólica, informações relativas à hipertensão (tempo de diagnóstico, histórico familiar, número de medicamentos utilizados, eventos cardiovasculares prévios (infarto agudo do miocárdio, acidente vascular encefálico isquêmico, doença arterial periférica. Estratificaram-se os níveis pressóricos, risco cardiovascular global e escore Framingham. RESULTADOS: Casuística de 30 pacientes, maioria feminina (73,3%, média de idade de 66 anos, 86,67% brancos. Tempo médio de HAS de 19,94 anos, 89,28% sem histórico familiar, 13,8% com diabetes, 65,51% tabagistas, 17,25% com hipertrigliceridemia, 62,06% com hipercolesterolemia e 66,7% com síndrome metabólica. Número médio de medicamentos em uso: 3,26. Estenose de artéria renal predominante à direita quando isoladamente (46,7% e em terço proximal (56,7%. Creatinina elevada em 40% dos pacientes. Quanto ao estágio de hipertensão, maioria estágio 2 (47% e 73,3% com risco cardiovascular global alto. Escore Framingham Médio de 13%. 66,7% apresentavam doença aterosclerótica em outro sítio, sendo coronariano o principal (53,3%. CONCLUSÃO: A correlação mais comum foi com o infarto agudo do

  12. Efeito da aldosterona e da espironolactona na hipertrofia ventricular esquerda em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise

    OpenAIRE

    2014-01-01

    Vários estudos apontam o elevado risco cardiovascular de pacientes com doença renal crônica (DRC). A DRC tem uma intrínseca relação com hipertensão arterial e cardiomiopatia, sendo essa última caracterizada principalmente por hipertrofia ventricular esquerda (HVE) e fibrose do miocárdio, importantes preditores de mortalidade cardiovascular nos pacientes com DRC. A redução da HVE é associada a aumento da expectativa de vida desses pacientes. A espironolactona é um esteróide sintético, que atua...

  13. Dosagem de marcadores de lesão endotelial em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise Endothelial lesion markers dosage in chronic renal disease patients undergoing hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Maria Pereira Alves

    2010-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC em diálise têm como principal causa de morte doença cardiovascular (DCV aterosclerótica, tendo a inflamação e a disfunção endotelial relação direta com a aterosclerose. Além disso, a infecção pelo vírus da hepatite C (HCV, comum nestes pacientes, seria outro fator de piora do estado inflamatório. Níveis aumentados de marcadores de disfunção endotelial são encontrados em pacientes com DRC e hepatite C, e poderiam ser importantes marcadores de aterosclerose nestes indivíduos. OBJETIVO: Comparar atividade endotelial de pacientes em hemodiálise com e sem hepatite C. METODOLOGIA: Selecionamos 28 pacientes em hemodiálise que foram divididos em dois grupos: 1-HCV(+: 18 pacientes (anti-HCV[+] e PCR[+] e 2-HCV(-: 10 pacientes (anti-HCV[-]. Antes da primeira diálise da semana foi coletada amostra de sangue para dosagem sérica de molécula de adesão intercelular-1 (ICAM-1, fator de crescimento vascular endotelial (VEGF, aspartato alanina aminotransferase (ALT e tempo de atividade da protrombina (TAP dos grupos. RESULTADOS: Os níveis de ICAM-1 foram elevados em 60,71%, sendo maiores no grupo HCV(+, porém não estatisticamente significativos (p = 0,2024. Não houve correlação entre os níveis de ICAM-1 e tempo de diálise ou níveis de ALT em nenhum dos grupos. Já os níveis de VEGF foram normais em 92,85%; apenas dois pacientes HCV(+ tinham níveis elevados. Também não houve correlação com tempo de diálise ou níveis de ALT em nenhum grupo. CONCLUSÃO: Pacientes em hemodiálise possuem elevada lesão endotelial, porém a presença de infecção crônica pelo HCV não se mostrou um fator agravante deste quadro. Este resultado pode ter ocorrido por conta do pequeno número de pacientes, sendo necessárias análises com maior número de indivíduos para conclusões mais definitivas.INTRODUCTION: Chronic renal patients undergoing hemodialysis treatment have cardiovascular

  14. Avaliação crítica do sevelamer no tratamento da hiperfosfatemia em pacientes com insuficiência renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sesso Ricardo

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar em pacientes com insuficiência renal crônica (IRC, a efetividade e os custos do sevelamer, um polímero catiônico livre de alumínio e cálcio, que é um novo quelante de fósforo no trato gastrointestinal. MÉTODOS: Revisão da literatura e avaliação crítica de seis ensaios clínicos publicados sobre efetividade e duas avaliações econômicas do sevelamer em pacientes com IRC. RESULTADOS: O sevelamer é um quelante de fosfato efetivo (utilizado na dose média de 3,5g/dia dividido em 3 doses às refeições e com efeito similar ao obtido com sais de cálcio, além de não apresentar os efeitos colaterais destes últimos (elevação do produto cálcio x fósforo, hipercalcemia, calcificação vascular, musculo-esquelética e cardíaca, etc.. Além disso, o sevelamer promove redução em cerca de 30% nos níveis de LDL colesterol. Custos diretos do sevelamer são maiores que os dos sais de cálcio, embora os custos totais possam ser menores devido a menor taxa de complicações clínicas e hospitalizações. CONCLUSÕES: Sevelamer agrega valor terapêutico importante em pacientes com IRC e hiperfosfatemia. Estudos fármaco-econômicos devem ser realizados em nosso meio para se avaliar a relação custo-efetividade do uso do sevelamer.

  15. Perfil epidemiológico dos pacientes em terapia renal substitutiva no Brasil, 2000-2004 Perfil epidemiológico de los pacientes en terapia renal substitutiva en Brasil, 2000-2004 Epidemiological profile of patients on renal replacement therapy in Brazil, 2000-2004

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariangela Leal Cherchiglia

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever o perfil epidemiológico e clínico de pacientes em terapia renal substitutiva, identificando fatores associados ao risco de morte. MÉTODOS: Estudo observacional, prospectivo não concorrente, a partir de dados de 90.356 pacientes da Base Nacional em Terapias Renais Substitutivas, no Brasil. Foi realizado relacionamento determinístico-probabilístico do Sistema de Autorização de Procedimentos de Alta Complexidade/Custo e do Sistema de Informação de Mortalidade. Foram incluídos todos os pacientes incidentes que iniciaram diálise entre 1/1/2000 e 31/12/2004, acompanhados até a morte ou final de 2004. Idade, sexo, região de residência, doença renal primária, causa do óbito foram analisados. Ajustou-se um modelo de riscos proporcionais para identificar fatores associados ao risco de morte. RESULTADOS: Ocorreu um aumento médio de 5,5% na prevalência de pacientes em terapia enquanto a incidência manteve-se estável no período. Hemodiálise foi a modalidade inicial predominante (89%. A maioria dos pacientes era do sexo masculino, com idade média de 53 anos, residente na região Sudeste, e apresentava causa indeterminada como principal causa básica da doença renal crônica, seguida da hipertensão, diabetes e glomerulonefrites. Desses pacientes, 7% realizou transplante renal e 42% evoluiu para o óbito. Os pacientes em diálise peritoneal eram mais idosos e apresentavam maior prevalência de diabetes. Entre os não transplantados, 45% foi a óbito e, entre os transplantados, 7%. No modelo final de riscos proporcionais de Cox, o risco de mortalidade foi associado com o aumento da idade, sexo feminino, ter diabetes, residir nas regiões Norte e Nordeste, diálise peritoneal como modalidade de entrada e não ter realizado transplante renal. CONCLUSÕES: Houve aumento da prevalência de pacientes em terapia renal no Brasil. Pacientes com idade avançada, diabetes, do sexo feminino, residentes nas regiões Norte e

  16. Compromiso renal en pacientes HIV+

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Marta Pernasetti

    2010-06-01

    Full Text Available Varias complicaciones nefrológicas pueden ocurrir durante la infección por el virus de la inmunodeficiencia humana (HIV especialmente en estadios avanzados de la enfermedad o relacionadas con otras infecciones o drogas. Poco conocida es la prevalencia de alteraciones renales subclínicas de pacientes HIV+ surgidas como complicación o relacionadas a la infección y/o tratamiento. Realizamos un corte transversal de pacientes asintomáticos HIV+ referidos en forma consecutiva al consultorio de nefrología para la detección de alteraciones nefrológicas. Se estudiaron 52 pacientes adultos mediante exámenes de sangre y orina, ultrasonido y biopsia renal. Edad media 39.9 ± 10.6 años, 88% varones, tiempo de diagnóstico de la infección: 53.2 ± 41.2 (2-127 meses. El 71% tenían síndrome de inmunodeficiencia adquirida (HIV-sida y el 77% recibían con antirretrovirales. La carga viral al momento del estudio fue 7043 ± 3322 copias y el recuento de CD4+ 484 ± 39 cel/mm³. El 30.7% presentó alteraciones del sedimento urinario: albuminuria: 16.6%, hematuria microscópica: 11.5%, hipercalciuria: 10.8% y cristaluria 6%. La media del filtrado glomerular fue 102.2 ± 22.9 ml/min (rango: 34-149. El 41% presentó anormalidades que corresponderían a enfermedad renal crónica (estadios 1 a 3. Los pacientes con alteraciones tenían mayor edad, con duración más prolongada de la infección. Las anomalías renales no se asociaron con mayor prevalencia de HIV-sida. Dos pacientes fueron biopsiados, con hallazgos de nefritis túbulo-intersticial crónica con cristales y glomerulonefritis por IgA. No hubo hallazgos de nefropatía por HIV. El amplio espectro y la alta prevalencia de anormalidades nefrológicas subclínicas encontradas sugieren que los pacientes asintomáticos HIV+ deberían realizar evaluaciones nefrológicas de rutina.

  17. Miringosclerose em pacientes com insuficiência renal crônica: análise comparativa com um grupo controle Myringosclerosis in patients with chronic renal failure: comparative analysis with a control group

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvio Caldas Neto

    2008-08-01

    Full Text Available A miringoesclerose é uma alteração cicatricial da lâmina própria da membrana timpânica caracterizada por proliferação de fibras colágenas, seguida de hialinização, deposição de cálcio e fósforo, seguindo uma seqüência semelhante ao que ocorre em outros tipos de calcificação patológica comuns em pacientes com doença renal crônica. OBJETIVO: Verificar a influencia da insuficiência renal crônica (IRC na prevalência da miringoesclerose. MÉTODO: Foi realizada otoscopia em 341 pacientes com IRC em hemodiálise e em 356 indivíduos de um grupo controle. Foi comparada a freqüência de otoscopia positiva entre os dois grupos, procurando-se relacionar com variáveis pessoais e relacionadas a IRC. RESULTADOS: O grupo de pacientes apresentou 11,7% de otoscopia positiva contra 5,1% do grupo controle. Não houve influência do sexo ou cor na freqüência da miringoesclerose. Porém, os grupos foram heterogêneos em relação à faixa etária. Também não houve diferença importante no tempo de diálise nem nos níveis séricos de minerais e do PTH entre os pacientes do grupo de estudo que apresentavam otoscopia positiva ou negativa. CONCLUSÃO: Os achados, embora apontem para uma maior ocorrência da miringoesclerose nos pacientes renais crônicos, não nos permitem concluir com certeza que exista alguma relação entre a IRC e as alterações timpânicas.Myringosclerosis is a scar of the tympanic membrane lamina propria, resulting from trauma or inflammation, characterized by proliferation of collagen, hyalinization, calcium and phosphate deposits and cartilaginous or osseous metaplasia of the middle ear mucosa, a sequence that is similar to that taking place in other types of pathologic calcification, common in chronic renal failure (CRF. AIM: To verify the influence of chronic renal failure on the prevalence of myringosclerosis. METHOD: The otoscopic examination was done in 341 chronic renal failure patients and in 356 normal

  18. Evolução clínica de pacientes com insuficiência renal aguda em unidade de terapia intensiva Evolución clínica de pacientes con insuficiencia renal aguda en la unidad de cuidados intensivos The clinical outcome of patients with acute renal failure in intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucienne Dalla Bernardina

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a evolução clínica de pacientes com insuficiência renal aguda (IRA submetidos a tratamento dialítico e não-dialítico na UTI. MÉTODOS: Estudo prospectivo onde foram incluídos pacientes com idade maior que 18 anos e com creatinina sérica > 1,5 mg/dl. Os pacientes foram divididos em grupo dialítico e não-dialítico. RESULTADOS: Dos 70 pacientes incluídos 19 (27,1% foram do grupo dialítico e 51 (72,9% do grupo não-dialítico. A taxa de mortalidade foi de 42,1% no grupo dialítico e de 33,3% no grupo não-dialítico (pOBJETIVO: Evaluar la evolución clínica de pacientes con insuficiencia renal aguda (IRA sometidos a tratamiento dialítico y no-dialítico en la UCI. MÉTODOS: Se trata de un estudio prospectivo donde fueron incluídos pacientes mayores de 18 años y con creatinina sérica > 1,5 mg/dl. Los pacientes fueron divididos en grupo dialítico y no-dialítico. RESULTADOS: De los 70 pacientes incluídos 19 (27,1% fueron del grupo dialítico y 51 (72,9% del grupo no-dialítico. La tasa de mortalidad fue del 42,1% en el grupo dialítico y del 33,3% en el grupo no-dialítico (pOBJECTIVE:To evaluate the clinical outcome of acute renal failure (ARF patients when submitted to dialysis and non-dialysis treatments in ICU. METHODS: this prospective study included patients over 18 years of age and serum creatinine of >1.5 mg/dl. The patients were included in dialysis and non-dialysis groups. RESULTS: The study included 70 patients, 19 (27.1% comprised the dialysis group and 51 (72.9% the non-dialysis group. In the dialysis group, mortality rate was 42.1% and in the non-dialysis group was 33.3% (p<0.58. CONCLUSION: There were multifactors of ARF in ICU, but ARF is not the single cause for the high mortality rate in ICU patients.

  19. Prevalência e fatores associados à doença renal crônica em pacientes internados em um hospital universitário na cidade de São Paulo, SP, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natalia Alencar de Pinho

    2015-03-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC constitui importante problema de saúde pública mundial. Contudo, dados sobre prevalência e comorbidades são escassos no Brasil. Objetivo: Identificar a prevalência e fatores associados à DRC em pacientes internados em um hospital universitário. Métodos: Foram selecionados, aleatoriamente, 826 prontuários de pacientes internados em clínica médica. A DRC foi baseada no diagnóstico médico descrito no prontuário. Foram coletadas informações clínico-demográficas e feitas comparações entre pacientes com e sem DRC. Resultados: A prevalência de DRC foi 12,7%. Os pacientes com DRC se distinguiram daqueles sem a doença (p < 0,05 por terem companheiro (59,8% vs. 47,3%; idade mais elevada (65,8 ± 15,6 vs. 55,3 ± 18,9 anos; mais comorbidades como hipertensão arterial (75,2% vs. 46,3%, diabetes (49,5% vs. 22,4%, dislipidemia (23,8% vs. 14,9%, infarto do miocárdio (14,3% vs. 6,0% e insuficiência cardíaca congestiva (18,1% vs. 4,3%; maior período de internação (11 (8-18 vs. 9 (6-12 dias e; mais óbitos (12,4% vs. 1,4%. A análise de regressão logística indicou associação independente (OR, odds ratio; IC, intervalo de confiança de 95% da DRC com idade (OR 1,019, IC 1,003-1,036, hipertensão arterial (OR 2,032, IC 1,128-3,660, diabetes (OR 2,097, IC 1,232-3,570 e insuficiência cardíaca congestiva (OR 2,665, IC 1,173-6,056. Conclusão: A prevalência de DRC em pacientes internados em clínica médica foi alta, sendo estes pacientes clinicamente mais complexos, visto apresentarem idade mais elevada e maior número de comorbidades, refletindo em maior risco de óbito durante internação hospitalar.

  20. Lesão renal aguda em crianças: incidência e fatores prognósticos em pacientes gravemente enfermos Acute kidney injury in children: incidence and prognostic factors in critical ill patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kenia Machado Souza Freire

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Lesão renal aguda caracteriza-se pela redução súbita e, em geral, reversível da função renal com perda da capacidade de manutenção da homeostase do organismo. Em pediatria, as principais causas de lesão renal aguda são sepse, uso de drogas nefrotóxicas e isquemia renal nos pacientes criticamente enfermos. Nesses pacientes, a incidência de lesão renal aguda varia de 20 a 30%, resultando em aumento da taxa de morbi-mortalidade de 40 a 90%. Este estudo tem como objetivo avaliar a incidência de lesão renal aguda nos pacientes internados em unidade de terapia intensiva, classificar a gravidade da lesão renal aguda de acordo com o Pediatric Risk, Injury, Failure, Loss, End-Stage (pRIFLE, analisar a relação entre lesão renal aguda e a gravidade através do Pediatric Index of Mortality (PIM e estudar os fatores prognósticos associados. MÉTODOS: Realizou-se um estudo prospectivo entre julho de 2008 a janeiro de 2009 dos pacientes internados na unidade de terapia intensiva pediátrica do Hospital Infantil Joana de Gusmão - Florianópolis (SC - Brasil. Todos os pacientes foram analisados diariamente através do débito urinário e creatinina sérica e classificados de acordo com pRIFLE. RESULTADOS: No período de acompanhamento foram internadas 235 crianças. A incidência de lesão renal aguda foi de 30,6%, sendo que o pRIFLE máximo durante a internação foi de 12,1% para R, 12,1% para I e 6,4% para F. A taxa de mortalidade foi de 12,3%. Os pacientes que evoluíram com lesão renal aguda apresentaram risco dez vezes maior de óbito em relação aos não expostos. CONCLUSÃO: Lesão renal aguda é uma entidade comum nos pacientes críticos. O diagnóstico precoce a e instituição imediata de medidas terapêuticas adequadas a cada situação clínica podem alterar o curso e a gravidade do envolvimento renal reduzindo a morbi-mortalidade do paciente.OBJECTIVES: Acute kidney injury is characterized by sudden and generally

  1. Intoxicação por carambola em paciente com insuficiência renal crônica: relato de caso Star fruit intoxication in a chronic renal failure patient: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Gonzaga Moreira

    2010-12-01

    Full Text Available A insuficiência renal crônica é doença de elevada morbidade e mortalidade e sua incidência e prevalência em estágio terminal têm aumentado progressivamente a cada ano. Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, as principais causas de insuficiência renal crônica são hipertensão arterial, glomerulonefrite e diabetes mellitus. Diversos fatores elevam o risco de mortalidade em pacientes com nefropatia crônica, principalmente idade, presença de diabetes e número de comorbidades associadas. Para pacientes com menos de 50 anos de idade a taxa de sobrevida em 5 anos é de 62% e para aqueles acima desta idade e com diagnóstico de diabetes mellitus a sobrevida é de apenas 23%. A carambola, fruta originária da Ásia e muito difundida na maioria dos países tropicais, tem sido reportada como contendo uma neurotoxina capaz de provocar graves alterações neurológicas em pacientes com histórico de nefropatia crônica. Dentre estas alterações podemos observar desde quadros leves, como soluços e confusão mental, até quadros mais sérios, como convulsões e morte. Essa neurotoxina parece apresentar especificamente inibição sobre o sistema de condução GABAérgico. Descrevemos o caso de um paciente nefropata crônico que, após ingestão de carambola, inicia quadro de mal-estar, náuseas e vômitos, seguidos de episódios convulsivos reentrantes e vai a óbito mesmo com o tratamento hemodialítico convencional.Chronic renal failure is a high morbidity and mortality condition, with its terminal phase incidence and prevalence steadily growing year after year. According to the Sociedade Brasileira de Nefrologia [Brazilian Society of Nephrology], the main causes of renal failure are arterial hypertension, glomerulonephritis and diabetes mellitus. Several factors are implied on chronic renal failure patients' risk of mortality, particularly age, diabetes and associated co-morbidities. For patients below 50 years old, the 5 years

  2. Colite por citomegalovirus em paciente transplantada renal: relato de caso e revisão da literatura Citomegalovirus colitis in kidney transplant patient: case report and literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério Saad Hossne

    2007-06-01

    Full Text Available A infecção do citomegalovírus ocorre geralmente em pacientes imunocomprometidos sejam pós-transplantados ou pelas doenças que comprometem o sistema imune (AIDS; apresentamos um caso de um paciente do sexo feminino de 49 anos de idade, que se encontrava em pós-operatório tardio de transplante renal (14 anos, fazendo uso de medicações imunossupressoras. Evolui com quadro de dor abdominal, perda do peso e diarréia não sanguinolenta na fase inicial, necessitando de hospitalização, durante a qual desenvolveu severos quadros de hematoquezia e hipotensão. Submetida a colonoscopia que revelou mucosa de aspecto friável, com úlceras do tipo aftóides, fibrina e formação de pseudopólipos; a biopsia revelou tratar-se de citomegalovírus. Evolui sem melhora com o uso do foscarnet r, necessitando de tratamento cirúrgico, indo a óbito após 5 dias.Cytomegalovirus infection frequently develops in immunocompromised patients, either in post-transplanted patients or in patients with diseases that affects the immune system, such as AIDS; we present a case of a 49 year old female patient in late post surgery (14 years of a kidney transplant, using immunosuppressing medication. The patient presented abdominal pain, weight loss and initial diarrhea, she was hospitalized and developed severe hematochezia and hypotension. The patient was submitted to a colonoscopy and presented friable aspect mucosa, with aphthoid ulcers, fibrin and pseudopolyp formation; biopsy revealed cytomegalovirus. Her condition did not improve after the use of foscarnet, and surgical treatment was necessary. The patient died 5 days later.

  3. Percepções e conhecimentos de pacientes com Doença Renal Crônica em tratamento conservador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Camila Gricio

    2009-12-01

    Full Text Available A Doença Renal Crônica (DRC é uma síndrome irreversível e progressiva das funções glomerular, tubular e endócrinados rins. Há evidências de que intervenções adequadas e precoces podem retardar sua progressão. Foi objetivo desteestudo identificar e caracterizar pacientes em tratamento conservador e identificar suas percepções e conhecimentosem relação à DRC e tratamentos. O referencial metodológico foi a história oral temática. A coleta de dados ocorreu deagosto a setembro de 2007. Dos 20 pacientes entrevistados no ambulatório de uremia do Hospital das Clínicas deRibeirão Preto, 12 (60% eram homens e 8 (40% mulheres, com idade média de 58,6 anos. Dentre as comorbidades,destaca-se o elevado número de hipertensos (85% e diabéticos (45%. Das entrevistas emergiram três categorias:1 Conceitos imprecisos da DRC; 2 Tratamento atual; 3 Tratamento futuro. Conclusão: em sua maioria, pacientesem tratamento conservador possuem informações insuficientes a respeito da DRC e tratamentos, o que pode interferirna adesão e, consequentemente, acelerar a progressão da doença. Evidencia-se a necessidade de se construir umaabordagem educativa como estratégia para estimulá-los a aderirem ao tratamento conservador, diminuindo, assim, amorbidade e mortalidade no início e durante o tratamento dialítico.

  4. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carvalho-Filho Eurico T.

    1998-01-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.

  5. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurico T. Carvalho-Filho

    1998-02-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.

  6. pacientes con insuficiencia renal terminal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karen Herrera Herrera

    2011-01-01

    Full Text Available La presente investigación fundamenta en la clínica psicoanalítica el estudio de dos casos de tres personas diagnosticadas con IRT que reciben tratamiento de hemodiálisis, en razón a que dadas las características y el aumento de los reportes que se presentan, ya esto se considera un problema de salud pública. El objetivo principal es describir las características dinámicas del proceso de duelo en pacientes con IRT en un centro de terapia renal de la ciudad de Cartagena. El procedimiento metodológico empleó un diseño de tipo cualitativo; la investigación se desarrolló con un diseño clínico mediante el estudio de casos, y fundamentada en la hermenéutica psicoanalítica. Todo esto respaldado en la historia clínica, la entrevista semiestructurada individual y familiar, los test proyectivos, test del dibujo de la figura humana Machover y TAT de Murray, para la debida integración de los análisis. Se concluye que predominan funciones fallidas de los progenitores y que son individuos provenientes de familias psicosomáticas, que utilizan la enfermedad para obtener un beneficio secundario.

  7. Ansiedade, depressão e qualidade de vida em pacientes com glomerulonefrite familiar ou doença renal policística autossômica dominante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Paes de Barros

    2011-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Aspectos psicológicos, transtornos psiquiátricos e qualidade de vida são frequentemente avaliados em pacientes em terapia renal substitutiva. Entretanto, não existem estudos que analisem ansiedade, depressão e qualidade de vida especificamente em pacientes portadores de doenças renais familiares. OBJETIVO: Avaliar a frequência de traços e estados ansiosos e depressivos e qualidade de vida, verificando as possíveis relações com os principais achados laboratoriais, clínicos, socioeconômicos e culturais de pacientes portadores de glomerulonefrites (GN familiares ou de doença renal policística autossômica dominante (DRPAD. MÉTODOS: Noventa pacientes adultos (52 GN familiares e 38 DRPAD foram avaliados utilizando Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE, Inventário de Depressão Beck (Beck e Questionário de Qualidade de Vida Short Form-36 (SF-36, além de uma breve entrevista. RESULTADOS: Observou-se ansiedade moderada em ambos os grupos, depressão em 34,6% das GN e em 60,5% das DRPAD. De um modo geral, ansiedade e depressão associaram-se mais ao gênero feminino na GN familiar e ao pior nível educacional na DRPAD. Pacientes de ambos os grupos apresentaram duas dimensões mais afetadas no que se refere à qualidade de vida, o aspecto emocional e a percepção geral do estado de saúde. Além disso, o SF-36 revelou que na presente amostra, a qualidade de vida foi pior para o sexo feminino, e para pacientes de cor branca, com baixa escolaridade e sem parceiros estáveis. CONCLUSÃO: Os questionários aplicados permitiram identificar frequência e graus de ansiedade, depressão e comprometimento da qualidade de vida nos pacientes com doença renal familiar, que poderiam afetar a aderência desses pacientes ao tratamento. Esses achados podem contribuir para o planejamento de um melhor atendimento multidisciplinar para ambas as doenças.

  8. Efeitos do exercício aeróbio durante a hemodiálise em pacientes com doença renal crônica: uma revisão da literatura

    OpenAIRE

    Joseane Böhm; Mariane Borba Monteiro; Fernando Saldanha Thomé

    2012-01-01

    INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC) têm capacidade física e funcional reduzida quando comparados à população geral. O tratamento hemodialítico torna as atividades desses pacientes restritas, favorecendo o estilo de vida sedentário e a limitação funcional. Pacientes em hemodiálise (HD) são menos ativos, apresentam baixa tolerância ao exercício e alto descondicionamento físico. Em virtude dessas alterações, têm sido propostos programas de exercício físico que visam não somente ...

  9. Hipertrofia ventricular esquerda em pacientes com doença renal crônica em tratamento conservador Left ventricular hypertrophy in patients with chronic kidney disease under conservative treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rachel Bregman

    2010-03-01

    Full Text Available A doença cardiovascular (DCV permanece sendo uma das maiores causas de morte em pacientes com doença renal crônica (DRC. A hipertrofia ventricular esquerda (HVE está presente em 75% dos pacientes ao iniciarem diálise, sugerindo que esta deve estar presente precocemente no curso da DRC. Poucos estudos avaliaram a prevalência de HVE na pré-diálise. Foram avaliados 309 pacientes clinicamente estáveis em acompanhamento por pelo menos três meses em cinco Centros no Brasil. Perfil bioquímico e marcadores inflamatórios foram avaliados. Dados são apresentados como media ± DP. Observamos que a HVE esteve presente em 53% dos pacientes, idade = 60 ± 13 anos, e 55 ± 14 anos para aqueles sem HVE. Diabetes mellitus como doença de base esteve presente em 35% dos pacientes em ambos os grupos. Filtração glomerular estimada foi 30 ± 11 e 32 ± 12 mL/min para pacientes com HVE e sem, respectivamente (p = 0,19. A distribuição de pacientes mostrou que 60% com HVE se encontravam no estágio 4. Análise logística multivariada mostrou que eram determinantes independentes para HVE: idade (p Cardiovascular disease (CVD remains the major cause of death in patients with chronic kidney disease (CKD. Left ventricular hypertrophy (LVH is present in 75% of patients starting dialysis, suggesting that LVH might be present from an early stage of CKD. Few studies have addressed the predialysis prevalence of LVH. This study evaluated 309 clinically stable patients under treatment for at least three months at five Brazilian centers. Biochemical profile and inflammatory markers were assessed. Data were shown as mean ± SD. Left ventricular hypertrophy was present in 53% of the patients, whose mean age was 60 ± 13years. The mean age of those without LVH was 55 ± 14 years. Diabetes mellitus was the underlying disease in 35% of the patients in both groups. Estimated glomerular filtration rate was 30 ± 11 and 32 ± 12 mL/min for patients with and without LVH

  10. Alterações ecocardiográficas em pacientes com insuficiência renal crônica em programa de hemodiálise Alteraciones ecocardiográficas en pacientes con insuficiencia renal crónica en programa de hemodiálisis Echocardiographic alterations in patients with chronic kidney failure undergoing hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvio Henrique Barberato

    2010-01-01

    Full Text Available Alterações de estrutura e função cardíacas detectadas pela ecocardiografia são comuns em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise e predizem um pior prognóstico. Esta revisão aborda recentes evidências da utilidade do método na detecção da disfunção cardíaca clínica e subclínica, estratificação do risco cardiovascular e avaliação das estratégias de intervenção terapêutica.Alteraciones de estructura y función cardíacas detectadas por ecocardiografía son comunes en pacientes con enfermedad renal crónica en hemodiálisis y predicen un peor pronóstico. Esta revisión aborda recientes evidencias de la utilidad del método en la detección de la disfunción cardíaca clínica y subclínica, estratificación del riesgo cardiovascular y evaluación de las estrategias de intervención terapéutica.Changes in cardiac structure and function detected by echocardiography are common in patients with chronic kidney disease undergoing hemodialysis, and have been recognized as key outcome predictors. This review attempts to summarize recent evidence pointing to the usefulness of the method in the detection of clinical and subclinical cardiac dysfunction, stratification of cardiovascular risk and assessment of intervention strategies.

  11. Relato de caso: Insuficiência renal crônica estádio 5 D em paciente com doença renal crônica medicado com varfarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Patricia Quiterio Bento

    2015-06-01

    Full Text Available Resumo Introdução A terapêutica com varfarina pode provocar hematúria grave e lesão renal aguda pela formação de cilindros eritrocitários oclusivos. Estas alterações são sugestivas de uma doença recentemente conhecida como nefropatia relacionada pela varfarina. Caso Clínico: Apresentamos um doente de 74 anos de idade com doença renal crônica estádio 3 A, que progrediu com declínio na taxa de filtração glomerular (TFG após o início de terapêutica com varfarina devido a um quadro fibrilação atrial. O diagnóstico foi confirmado pela histologia renal, que demonstrou a presença de oclusão tubular por cilindros eritrocitários, achados consistentes com este diagnóstico. O paciente não recuperou a TFG, tendo iniciado terapêutica substitutiva da função renal. Discussão: O objetivo da descrição deste caso clínico é alertar para a complicação associada a este fármaco e reforçar a necessidade de monitorização cuidada da função renal e dos parâmetros de coagulação em doentes tratados com a varfarina. A patogênese e o prognóstico desta entidade também serão discutidos.

  12. Gasto energético de repouso em pacientes com doença renal crônica Resting energy expenditure in patients with chronic kidney disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Ayako Kamimura

    2008-02-01

    Full Text Available O conhecimento do gasto energético de repouso é de fundamental importância na determinação das necessidades energéticas e, conseqüentemente, no estabelecimento das recomendações de energia de um indivíduo. O elevado gasto energético, se não compensado por uma ingestão alimentar suficiente, poderá contribuir para a desnutrição e o maior risco de morbidade e mortalidade. Nos pacientes com doença renal crônica, a uremia per se e o tratamento de diálise estão, freqüentemente, associados a vários distúrbios, como a acidose metabólica, a resistência insulínica, o hiperparatireoidismo secundário e a inflamação, que podem aumentar o catabolismo protéico e, em parte, contribuir para o aumento do gasto energético de repouso. A presente revisão tem como objetivo descrever os estudos sobre o gasto energético de repouso nos pacientes com doença renal crônica e os aspectos que influenciam o gasto energético nesta população.Knowledge of resting energy expenditure is of paramount importance for the determination of energy requirements and consequently for the establishment of energy recommendations of an individual. Elevated energy expenditure, if not supplied by enough food consumption, may contribute to malnutrition and higher risk of morbidity and mortality. In patients with chronic kidney disease, uremia per se and the dialysis treatment are frequently associated with several disturbances, such as metabolic acidosis, insulin resistance, secondary hyperparathyroidism and inflammation, that might in part contribute to the increase in resting energy expenditure. The present review aims to describe the studies on resting energy expenditure in patients with chronic kidney disease and the factors influencing energy expenditure in this population.

  13. Avaliação da perda de inserção dentária em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érica Melo Gonçalves

    2011-09-01

    Full Text Available A doença renal crônica (DRC é uma síndrome clínica decorrente da perda lenta, progressiva e irreversível da taxa de filtração glomerular. A DRC pode apresentar várias manifestações bucais, como xerostomia, estomatite urêmica e periodontite, diagnosticada por meio da perda de inserção clínica (PIC. Foram avaliados 92 indivíduos em tratamento de hemodiálise na Clínica de Hemodiálise Prontorim, na cidade de Fortaleza, Ceará. O exame periodontal foi realizado por meio da mensuração da PIC e apenas 34 pacientes (37% estavam aptos a realizar exame periodontal. A perda de inserção por indivíduo registrada no grupo de dentados ficou entre 1,31 e 5,27 mm, com média de 2,30 ± 0,96 mm. Dezoito pacientes (52,9% apresentaram PIC menor que 2 mm, enquanto 16 (47,1% mostraram-se portadores de periodontite. A perda dentária e a presença de considerável perda de inserção foram observadas neste estudo. Contudo, fatores como status social devem ser considerados em futuras investigações.

  14. Anemia, disfunção renal e desnutrição associadas à insuficiência cardíaca em pacientes valvopatas Anemia, renal dysfunction and malnutrition associated with heart failure in patients with valvulopathy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wysllenny Nascimento de Souza

    2010-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A doença valvar pode cursar com insuficiência cardíaca (IC, anemia e disfunção renal (DR, aumentando o risco nutricional e piorando o prognóstico dos pacientes. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de anemia e DR em pacientes portadores de valvopatias com ou sem IC, bem como estabelecer correlação com o estado nutricional. MÉTODOS: Foram avaliados 104 pacientes internados na enfermaria de valvopatias do PROCAPE/UPE, no período de ago-out/2008. Os dados foram obtidos das fichas de acompanhamento nutricional e dos prontuários. As variáveis coletadas foram: sexo, idade, estado nutricional segundo o índice de massa corpórea (IMC, presença de IC, anemia, DR. Considerou-se como anemia valores de hemoglobina BACKGROUND: Valvular disease can course with heart failure (HF, anemia and renal dysfunction (RD, increasing the nutritional risk and worsening patient prognosis. OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of anemia and RD in patients with valvulopathy with or without HF, as well as establish a correlation with the nutritional status. METHODS: A total of 104 patients admitted at the Clinic of Valvulopathy of PROCAPE/UPE, during the period of Aug-Oct/2008. The data were obtained from the nutritional and medical follow-up files. The collected variables were: sex, age, nutritional status according to the body mass index (BMI, presence of HF, anemia and RD. Anemia was considered when hemoglobin values were < 13 g/dl in men and < 12 g/dl in women. RD was established according to the glomerular filtration rate (GFR and it was calculated through the formula proposed by Cockcroft and Gault. RESULTS: The prevalence of anemia and RD was 71.1% and 68.8%, and 48.1% and 60.0%, in patients with and without HF, respectively, with a statistically significant difference for anemia (p = 0.022. Of the patients, 48.1% were eutrophic, 26.9% had excess weight and 25.0% presented some degree of malnutrition. The patients with HF presented a higher

  15. Estimativa das necessidades energéticas em pacientes com doença renal crônica Estimating the energy requirement of chronic kidney disease patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cordeiro Dias Rodrigues

    2013-02-01

    Full Text Available Estabelecer as necessidades energéticas de pacientes com doença renal crônica é importante para que se possam tratar os distúrbios nutricionais encontrados nessa população. Segundo os guias de condutas voltados ao cuidado nutricional de pacientes com essa doença, a recomendação energética pode variar entre 30 e 40kcal/kg/dia. Contudo, trabalhos que avaliaram os componentes do gasto energético nos pacientes com doença renal crônica sugerem que as necessidades energéticas dessa população podem diferir do valor recomendado acima, a depender da condição clínica (presença de comorbidades, da modalidade de tratamento empregado e do nível de atividade física. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo fazer uma revisão dos estudos sobre o gasto energético de pacientes com doença renal crônica, com o intuito de abordar as seguintes questões: (1 as atuais recomendações de energia para pacientes com doença renal crônica estão adequadas? (2 qual equação de predição poderia ser empregada para estimar as necessidades energéticas desse grupo de pacientes? Assim, esta revisão busca auxiliar o nutricionista ao estimar as necessidades energéticas de pacientes com doença renal crônica.Estimating the energy requirement of patients with chronic kidney disease is highly important for treating the nutritional disorders often seen in this population. According to the specific guidelines for patients with chronic kidney disease, the currently recommended daily energy intake varies from 30 to 40kcal/kg/day. However, studies that investigated energy expenditure components of patients with chronic kidney disease suggested that the energy requirement may differ from the one proposed earlier, depending on overall clinical condition (i.e. presence of comorbidities, treatment modality and level of physical activity. With this perspective in mind, the present study aims to review the studies assessing energy expenditure

  16. Fração de excreção de potássio na evolução da lesão renal aguda em pacientes graves: um potencial marcador a ser monitorizado?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Toledo Maciel

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar o comportamento da fração de excreção de potássio durante a evolução da lesão renal aguda em pacientes graves. Métodos: Foram incluídos 168 pacientes como parte de um estudo maior, no qual avaliamos parâmetros sanguíneos e urinários durante a evolução da lesão renal aguda. Foram coletadas diariamente amostras de sangue e urina até a remoção da sonda vesical ou a necessidade de terapia de substituição renal. Descrevemos a evolução da fração de excreção de potássio conforme a presença ou não de lesão renal aguda, sua duração - transitória ou persistente - e gravidade (com base no estágio Acute Kidney Injury Network - AKIN. Foi também avaliado o desempenho diagnóstico da fração de excreção de potássio no dia do diagnóstico da lesão renal aguda, para prever a sua duração e a necessidade de terapia de substituição renal. Resultados: A fração de excreção de potássio foi significativamente maior na lesão renal aguda persistente do que na transitória no dia do diagnóstico da lesão renal aguda (24,8 versus 13,8%; p<0,001. Ambos os grupos tiveram aumento de sua fração de excreção de potássio mediana nos 2 dias que precederam o diagnóstico de lesão renal aguda. Pacientes que não desenvolveram mantiveram níveis baixos e estáveis de fração de excreção de potássio. A fração de excreção de potássio, no dia do diagnóstico de lesão renal aguda, demonstrou razoável precisão em prever lesão renal aguda persistente (área sob a curva: 0,712; intervalo de confiança de 95%: 0,614-0,811; p<0,001. A área sob a curva para terapia de substituição renal foi de 0,663 (intervalo de confiança de 95%: 0,523-0,803; p=0,03. A fração de excreção de potássio aumentou com o estágio máximo atingido do AKIN, tanto para lesão renal aguda transitória quanto para persistente. Conclusão: A avaliação sequencial da fração de excreção de potássio parece útil em

  17. Trastorno emocional en el paciente renal trasplantado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fanny Moreno Rubio

    Full Text Available Introducción: el trasplante renal, siendo una terapia que mejora la calidad de vida de los pacientes con insuficiencia Renal Crónica, representa un nuevo reto para el paciente, que lo lleva a presentar trastornos emocionales tales como ansiedad y depresión asociados a factores de riesgo. Objetivo: describir la ansiedad y la depresión de pacientes trasplantados del Hospital de San José a través de la escala Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS. Materiales y métodos: se hizo un estudio descriptivo de cohorte transversal, durante los meses de abril-septiembre del 2015. Donde se incluyeron los pacientes pertenecientes al programa de trasplante del Hospital de San José. Aplicando como instrumento la escala HADS, datos sociodemográficos, comorbilidades y tiempo pos trasplante. Resultados: se aplicó el instrumento a 176 pacientes de los cuales 10.7% presentaron ansiedad como problema clínico; con un tiempo pos trasplante ente 5-10años y 1.13% depresión como problema clínico. La comorbilidad prevalente fue Hipertensión Arterial (HTA con 31.2%. Conclusión: no se evidencio datos significativos de ansiedad y depresión en los pacientes del programa de trasplante renal que asistían a control en el Hospital de San José. Sin embargo se considera necesario el apoyo interdisciplinario durante las consultas de seguimiento mensual, viendo al paciente holístico y resaltando la importancia del personal de enfermería en la detección precoz de los trastornos emocionales.

  18. Detecção de anticorpos IgM nas infecções primárias e secundárias pelo citomegalovírus em pacientes submetidos a transplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudio Sergio Pannuti

    1987-10-01

    Full Text Available Foram acompanhados 27 pacientes submetidos a transplante renal para avaliação do comportamento dos anticorpos IgM e IgG CMV-específicos. Dos 27 casos estudados, 17 (63,0% tinham anticorpos IgG, detectados pela reação de fixação de complemento (RFC, antes de serem submetidos ao transplante, e 10 (37,0% eram soro negativos. A pesquisa de anticorpos IgM (técnica de imunofluorescência indireta foi negativa em todas as amostras pré transplante. Num período de acompanhamento que variou de 28 a 425 dias (média de 115 dias após o transplante, observou-se que 20 dos 27 (74,1% apresentaram evidências sorológicas de infecçáo pelo CMV, ocorrendo a maioria dos casos (14/20, 70% em pacientes que já tinham anticorpos para o CMV antes do transplante. A pesquisa de anticorpos IgM CMV-específicos foi positiva em 12 dos 14 pacientes com evidências sorológicas de reinfecção ou reativação da infecção pelo CMV, e em 100% (6/6 dos pacientes com infecção primária. Dentre os 10 pacientes acompanhados por mais de 4 meses, somente 1 (10% negativou o IgM neste período.

  19. Frequência dos genótipos HLA-A*, -B* e -DRB1* e associação com o risco de Doença Renal Terminal, em pacientes oriundos do Triangulo Mineiro, Brasil

    OpenAIRE

    Bonilha, Martha Ribeiro

    2008-01-01

    A insuficiência renal, frequentemente associada com inflamação glomerular crônica e com reações de hipersensibilidade, é importante causa de morbidade e mortalidade. O objetivo deste estudo foi determinar se havia associação entre alelos HLA e doença renal crônica terminal. Foram analisados 87 pacientes com idade média de 51 anos e realizando hemodiálise há, em média, 4,5 anos. Os principais diagnósticos clínicos da insuficiência renal neste grupo foram hipertensão (38%), diabe...

  20. Efeito do exercício resistido intradialítico em pacientes renais crônicos em hemodiálise Effect of resistance exercise intradialytic in renal patients chronic in hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Ribeiro

    2013-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC quando submetidos ao exercício resistido (ER apresentam substancial melhorias de muitas funções, em especial os relacionados ao sistema cardiovascular, respiratório, muscular e na qualidade de vida (QV. Não existem avaliações do impacto de exercício simples e factíveis em pacientes com DRC associada ao Diabetes Mellitus (DM durante o período intradialítico. OBJETIVO: Estudar o papel do exercício resistido no tratamento e na qualidade de vida em pacientes submetidos à hemodiálise crônica (HD. Assim, submetemos pacientes com DRC e DM ao ER durante a hemodiálise. MÉTODOS: Quinze pacientes em cada grupo: 1: DM com DRC submetidos ao ER; 2: DM com DRC sedentários; 3: DRC e ER e, 4: DRC sedentários. Avaliações durante oito semanas, com ER três vezes na semana. Avaliação laboratorial, teste de força muscular (FM e QV (SF-36. RESULTADOS: O ER induziu melhoria na glicemia e na FM com discretas, mas significantes alterações na uréia e, K (p INTRODUCTION: Patients with chronic kidney disease (CKD when subjected to resistance exercise (RE show substantial improvements in many functions, especially those related to the cardiovascular system, respiratory, muscular and quality of life (QOL. There are no evaluations of the impact of exercise simple and feasible in patients with CKD associated with Diabetes Mellitus (DM during the intradialytic period. Thus, patients with CKD and submit to the DM + RE during hemodialysis. OBJECTIVE: To study the role of resistance exercise in the treatment and quality of life in patients undergoing chronic hemodialysis (HD. METHODS: 15 patients in each group: 1: DM with CKD and RE; 2: DM + CKD sedentary; 3: CKD + RE and 4: DRC sedentary. They were evaluated during eight weeks, with RE three times a week. Parameters: Laboratory assessments, muscle strength testing (FM and QV (SF-36. RESULTS: RE induced improvement in glucose and FM with subtle but

  1. Transplante renal em paciente pediátrico com associação de Vater: relato de caso Transplante renal en paciente pediátrico con asociación de Vater: relato de caso Renal transplantation in Vater association patient: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Paulo Nogueira Costa

    2003-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A associação de Vater é uma alteração politópica que inclui várias má-formações, sendo a hipoplasia radial a alteração mais freqüentemente encontrada ao nascimento. O objetivo deste relato é apresentar caso de associação de Vater em criança submetida a transplante renal. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 11 anos, 23 kg, Hbs positivo submetido a esofagostomia com 30 horas de vida. Desde os 7 anos realiza hemodiálise, atualmente através de cateter atrial, por falta de outras vias de acesso. Submetido aos 11 anos a transplante renal com doador cadáver, sem intercorrências. Diurese adequada ao término das anastomoses vasculares. Drenagem de hematoma da fossa ilíaca D no primeiro dia de pós-operatório. Alta 21 dias após o transplante com função renal normal. CONCLUSÕES: A associação de Vater é uma ocorrência extremamente rara e complexa e o presente relato prende-se à realização, pela primeira vez, de transplante renal com doador cadáver em criança portadora desse defeito congênito, cujo resultado foi inteiramente satisfatório.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La asociación de Vater es una alteración politópica que incluye varias mal-formaciones siendo la hipoplasia radial la alteración más frecuentemente encontrada en el nacimiento. El objetivo de este relato es presentar caso de asociación de Vater en niño sometido a transplante renal. RELATO DE CASO: Paciente del sexo masculino, 11 años, 23 kg, Hbs positivo sometido a esofagostomia con 30 horas de vida. Desde los 7 anos realiza hemodiálisis, actualmente a través de catéter atrial, por falta de otras vías de acceso. Sometido a los 11 años a transplante renal con donador cadáver, sin interocurrencias. Diuresis adecuada al término de las anastomosis vasculares. Drenaje de hematoma de la fosa ilíaca D en el primer día de pós-operatorio. Alta 21 días después del transplante con función renal normal. CONCLUSIONES

  2. Efeito da suplementação de colecalciferol nos RNA mensageiros urinários associados ao podócito em pacientes com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Rodolfo Teló Timm

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Introdução: A vitamina D reduz a albuminúria em pacientes com doença renal crônica (DRC, mas o seu efeito sobre os podócitos glomerulares ainda não é claro. Objetivos: Avaliar se a suplementação de colecalciferol reduz os RNAm urinários associados ao podócito em pacientes com DRC. Métodos: Vinte e sete pacientes com DRC estágios 2 a 4 e níveis sub-ótimos de 25-hidroxi-vitamina D [25(OHD] sérica foram tratados com colecalciferol por seis meses. Foram medidos antes e após a intervenção a 25(OHD sérica e o RNAm urinário da nefrina, podocina, podocalixina, receptor transitório potencial do canal de cátions, subfamília C, membro 6 (TRPC6, fator A de crescimento do endotélio vascular (VEGF-A e fator de crescimento transformador beta (TGF-β1. Resultados: A TFGe reduziu em média 4,71 mL/min/1,73 m2 (p = 0,010 vs. basal, sendo 28 ± 16 mL/min/1,73 m2 aos seis meses. Os RNAm dos produtos do podócito na urina não tiveram alteração significativa após o tratamento. Entretanto, pacientes que atingiram níveis de 25(OHD ≥ 20 ng/mL aos 6 meses tiveram tendência de redução do RNAm da nefrina e da podocina na urina; nos pacientes em que a 25(OHD permaneceu < 20 ng/mL houve aumento significativo da podocalixina, e tendência de maior expressão do RNAm da nefrina e da podocina. Conclusão: A reposição de colecalciferol por seis meses não teve efeito sobre os RNAm associados ao podócito nestes pacientes com DRC avançada. O efeito protetor da vitamina D ou seus análogos sobre o podócito glomerular deve ser investigado em estágios mais precoces da DRC e com maior tempo de tratamento.

  3. Avaliação do grau de satisfação de pacientes renais crônicos em hemodiálise La satisfacción del pacientes con la insuficiência renal crónica en hemodiálisis Evaluation of satisfaction in patients with chronic renal disease on hemodylysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Bernardi Cesarino

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar o grau de satisfação de pacientes portadores de insuficiência renal crônica em relação aos serviços prestados e às condições físicas da Unidade de Hemodiálise do Hospital de Base de São Jose do Rio Preto - SP. MÉTODOS: Estudo descritivo que utilizou um questionário com escala tipo Likert aplicado em 81 pacientes em tratamento hemodialítico no Serviço de Nefrologia do referido Hospital. RESULTADOS: Foi identificado que 53% dos usuários estavam muito satisfeitos e 47% satisfeitos. Apesar dos resultados apontarem para um alto grau de satisfação com os serviços prestados e condições físicas do ambiente, os usuários relataram algumas limitações. CONCLUSÃO: A avaliação da satisfação de pacientes possibilitou algumas opções para um repensar da prática dos profissionais da saúde, oferecendo subsídios no processo de gestão, objetivando a melhoria contínua do serviço.OBJETIVO: Identificar el grado de satisfacción de pacientes portadores de insuficiencia renal crónica en relación a los servicios prestados y a las condiciones físicas de la Unidad de Hemodiálisis del Hospital de Base de Sao José do Rio Preto - SP. MÉTODOS: Se trata de un estudio descriptivo en el que se utilizó un cuestionario con una escala tipo Likert aplicado a 81 pacientes con tratamiento de hemodiálisis en el Servicio de Nefrología del referido Hospital. RESULTADOS: Fue identificado que el 53% de los usuarios estaban muy satisfechos y el 47% satisfechos. A pesar que los resultados apuntaron un alto grado de satisfacción con los servicios prestados y las condiciones físicas del ambiente, los usuarios relataron algunas limitaciones. CONCLUSIÓN: La evaluación de la satisfacción de pacientes posibilitó algunas opciones para un repensar de la práctica de los profesionales de la salud, ofreciendo subsidios en el proceso de gestión, con el objetivo de una mejora continua del servicio.OBJECTIVE: To identify the

  4. Microbiota conjuntival em pacientes com alergia ocular

    OpenAIRE

    Alexandre Mattoso Libório; Maria Cristina Nishiwaki-Dantas; Lycia Mara Jenne Mimica; Paulo Elias Correa Dantas; Ana Luísa Höfling de Lima

    2005-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a presença de microbiota aeróbia da conjuntiva de portadores de alergia ocular e comparar a um grupo controle. MÉTODOS: Foram examinados 133 pacientes no período de abril a junho de 2001 divididos em 2 grupos. O grupo A foi composto de 63 portadores de conjuntivite alérgica (sem uso de medicação) e o grupo B de 70 pacientes do ambulatório geral (controle). Foram coletadas amostras do fundo de saco conjuntival do olho direito de todos os pacientes e o material foi semeado em ...

  5. Identificação de ponto de corte no nível sérico da alanina aminotransferase para rastreamento da hepatite C em pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise Identification of the cutoff value for serum alanine aminotransferase in hepatitis C screening of patients with chronic renal failure on hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ericson Cavalcanti Gouveia

    2004-02-01

    Full Text Available Pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise apresentam níveis séricos mais baixos de alanina aminotransferase. Para estabelecer melhor ponto de corte nos níveis de ALT, no diagnóstico da hepatite C, avaliaram-se mensalmente, durante 6 meses os níveis desta enzima em 235 pacientes em hemodiálise, sendo excluídos aqueles que apresentassem média acima do limite superior da normalidade. O ponto de corte foi identificado através da construção de curva ROC. Entre 202 pacientes, 15 (7,4% apresentavam anti-VHC positivo e 187 (92,6% negativo, com média de ALT de 0,7 e de 0,5 do limite superior (p The patients with chronic renal failure in hemodialysis present low levels of serum alanine aminotransferases. In order to establish a better cutoff value for ALT in hepatitis C screening of hemodialysis patients, the ALT levels were measured monthly in 235 patients, being excluded those that presented average above the upper limit of normality. The cutoff value was identified by construction of a ROC curve (receiver operating characteristic. Among 202 patients, 15 (7.4% presented antibodies to hepatitis C virus (anti-HCV and 187 (92.6% were anti-HCV negative , with an ALT average of 0.7 and of 0.5 from ULN (p <0.0001, respectively. The better cutoff value for ALT was at 0.6 from ULN, with sensitivity of 67% and specificity of 75% in anti-HCV screening. These results suggest that ULN of ALT could be reduced for 60% from conventional limit, when we are evaluating patients with CRF in hemodialysis.

  6. Hiperpigmentação cutânea em pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise infectados pelo vírus da hepatite C Increased skin pigmentation in patients with chronic renal failure undergoing hemodialysis infected with the hepatitis C virus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Humberto Kukhyun Choi

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: A hiperpigmentação cutânea é comumente encontrada em pacientes portadores de insuficiência renal crônica (IRC, sendo também uma das manifestações mais evidentes da Porfiria Cutânea Tarda (PCT. Essa doença, que tem sido relatada em pacientes em hemodiálise (HD, tem como um dos fatores precipitantes a infecção pelo vírus da hepatite C (HCV. Este estudo tem como objetivo avaliar a prevalência de hiperpigmentação cutânea difusa em pacientes com IRC infectados pelo HCV. MÉTODOS: Foi desenvolvido um estudo transversal com 47 pacientes (idade média de 50,35 ± 15,16 anos, 31 homens e 16 mulheres que estavam realizando hemodiálise na Unidade de Diálise do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Os pacientes foram divididos em dois grupos: grupo 1, anti-HCV positivos (n=17, e grupo 2, anti-HCV negativos (n=30. RESULTADOS: A prevalência de pacientes com hiperpigmentação cutânea relacionada a HD foi de 36,2% (n=17. Havia 10 pacientes (58,8 % no grupo 1 e sete pacientes (23,3% no grupo 2 (Razão de Risco de 2,52 e Intervalo de Confiança de 95% de 1,18 a 5,4; pBACKGROUND: Skin pigmentation is commonly found in patients with chronic renal failure (CRF. This symptom is also one of the most evident features of Porphyria Cutanea Tarda (PCT. Hepatitis C virus (HCV is an important precipitating agent of this disease, which has been described in patients undergoing hemodialysis (HD. In this paper, we intend to evaluate the prevalence of difuse skin hyperpigmentation in patients with CRF infected with the HCV. METHODS: We developed a transversal study with 47 patients (mean age 50,35 + 15,16 years; 31 men and 16 women who were on hemodialysis in march of 2001 at the Unit of Dialysis of Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Patients were divided in two groups: group 1, anti-HCV positives (n=17, and group 2, anti-HCV negatives (n=30. RESULTS: The prevalence of skin hyperpigmentation related to HD was 36,2% (n=17. There were 10

  7. Caracterizacion en salud oral y habitos de higiene oral en pacientes con enfermedad renal cronica

    National Research Council Canada - National Science Library

    Munoz, Eliana E; Restrepo, Cesar Augusto; Arnoby Chacon, Jose

    2011-01-01

    Pacientes: todos los pacientes con enfermedad renal cronica atendidos en RTS sucursal Caldas en programas predialitico, postrasplante renal, hemodialisis y dialisis peritoneal, con mas de tres meses...

  8. Atendimento psicológico a pacientes com insuficiência renal crônica: em busca de ajustamento psicológico

    OpenAIRE

    Marineia Crosara de Resende; Francisco Assis dos Santos; Melissa Macedo de Souza; Thatianna Pereira Marques

    2007-01-01

    As doenças crônicas, entre elas a insuficiência renal crônica, têm recebido grande atenção dos profissionais de saúde nas últimas décadas devido ao importante papel desempenhado na morbimortalidade da população mundial. Este trabalho pretende apresentar um relato de experiência sobre o atendimento psicológico, realizado numa clínica de hemodiálise, de 26 pacientes com idades entre 15 e 80 anos, a maioria mulheres (69,2%), casados (53,8%), que não trabalham (92,3%) e aposentados (57,7%), fazen...

  9. Disfunção renal e anemia em pacientes com insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida versus normal Renal dysfunction and anemia in patients with heart failure with reduced versus normal ejection fraction

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Humberto Villacorta

    2010-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A presença de anemia e de disfunção renal confere mau prognóstico em pacientes com insuficiência cardíaca (IC e fração de ejeção reduzida (ICFER. O impacto em pacientes com IC e fração de ejeção normal (ICFEN é pouco estudado. OBJETIVOS: Estudar a prevalência e o prognóstico da anemia e da disfunção renal (DR em pacientes com IC de acordo com o tipo de disfunção ventricular. MÉTODOS: Foram estudados prospectivamente 209 pacientes com IC crônica estável. Pacientes com fração de ejeção BACKGROUND: The presence of anemia and renal dysfunction grants a bad prognosis for patients with heart failure and reduced ejection fraction (HFREF. The impact on patients with heart failure and normal ejection fraction (HFNEF is not widely studied. OBJECTIVES: To study the prevalence and the prognosis of anemia and renal dysfunction (RD in patients with heart failure according to the type of ventricular dysfunction. METHODS: A total of 209 patients with chronic and stable heart failure were prospectively studied. Individuals with ejection fraction <50% were considered as HFREF patients. Anemia was defined, based on WHO criteria, as hemoglobin <13 g/dl for men and <12 g/dl for women. Renal function was calculated by means of the Simplified Modified Diet Renal Disease (sMDRD formula. Hospitalizations, emergency admittances and obit by cardiac causes were considered as cardiac events. RESULTS: Ninety patients had HFREF and 119 had HFNEF. The glomerular filtration rate (GFR was smaller in HFREF group (57.6 ± 66.2 versus 94.8 ± 36.6 ml/min/1.73m²; p=0.01. There was no difference in the prevalence of anemia between groups (23.3% versus 18.5%; p=0.34. Moderate to severe RD prevalence was higher in HFREF group (32.2% versus 16.8%; p=0.01. RD was the only factor associated with anemia that was independently associated with cardiac events (HR 2.52; 95%CI=1.27-5.2; p=0.01. CONCLUSION: RD was less prevalent in HFNEF, while the

  10. Efeitos do exercício aeróbio durante a hemodiálise em pacientes com doença renal crônica: uma revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseane Böhm

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC têm capacidade física e funcional reduzida quando comparados à população geral. O tratamento hemodialítico torna as atividades desses pacientes restritas, favorecendo o estilo de vida sedentário e a limitação funcional. Pacientes em hemodiálise (HD são menos ativos, apresentam baixa tolerância ao exercício e alto descondicionamento físico. Em virtude dessas alterações, têm sido propostos programas de exercício físico que visam não somente ao tratamento dos sinais clínicos da doença, mas de suas repercussões na função e na qualidade de vida. OBJETIVOS: Realizar uma revisão da literatura sobre os efeitos do exercício físico em pacientes portadores de DRC submetidos a programas de exercício aeróbio em cicloergômetro para membros inferiores durante a HD. MÉTODOS: Foram realizadas consultas às bases de dados Medline, PubMed, Scielo, Embase e ScienceDirect. RESULTADOS: Analisaram-se 14 estudos experimentais randomizados controlados, considerando o período de realização da intervenção na HD, a intensidade e a frequência do exercício, a duração da intervenção e os principais resultados. CONCLUSÃO: Os estudos demonstraram que exercícios aeróbios realizados durante a HD promovem a melhora da capacidade aeróbia e o condicionamento físico, além de redução da fadiga e ansiedade, melhora da capilarização muscular e pressão arterial de repouso, aumento no tempo de duração dos exercícios e melhora na depuração da ureia.

  11. Prevalência de estenose das artérias renais em 1.656 pacientes que realizaram cateterismo cardíaco Prevalence of renal artery stenosis in 1,656 patients who have undergone cardiac catheterization

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério Tadeu Tumelero

    2006-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência de estenose da artéria renal (EAR em pacientes submetidos a cineangiocoronariografia. MÉTODOS: Estudo prospectivo, considerando 1.656 cinean-giocoronariografias seguidas de aortografia, entre janeiro/2002 e fevereiro/2004, de pacientes encaminhados à cineangiocoronariografia diagnóstica com história ou não de hipertensão arterial sistêmica (HAS. RESULTADOS: Dos 1.656 pacientes, a idade média foi de 61,6 ± 11,8 anos, 53,8% eram do sexo masculino, 10,2% eram diabéticos, 63,8% apresentavam coronariopatia obstrutiva. A presença de EAR maior que 50% foi observada em 228 (13,8% pacientes, e em 25 (1,5% destes, ocorreu bilateralmente. A coronariopatia obstrutiva foi definida como estenose que causa redução do lúmen do vaso em 50% ou mais, em um, dois ou três vasos principais, denominados uniarterial, biarterial ou triarterial, respectivamente.A quantificação era realizada através da análise visual da angiografia. Comparando os grupos com e sem EAR > 50%, observou-se diferença estatisticamente significativa quanto a gênero, idade, ocorrência de diabete melito, PA e função ventricular esquerda. Não houve diferença significativa, no entanto, quanto à ocorrência de obstrução coronariana > 50%. Quando, porém, a EAR considerada é > 70%, observa-se diferença significativa quanto a PA, associação à obstrução coronariana > 50% e à disfunção ventricular esquerda, maiores no grupo com EAR. CONCLUSÃO: A prevalência de EAR neste estudo foi comparável àquela das grandes casuísticas da literatura e, em razão de sua importância pela associação com HAS e doença renal terminal (DRT e suas seqüelas, devemos estar atentos para seu diagnóstico angiográfico.OBJECTIVE: To determine the prevalence of renal artery stenosis (RAS in patients who have undergone cineangiocoronariography. METHODS: Prospective study of cineangiocoronariography and aortography examinations conducted between

  12. Análise de custo-efetividade dos imunossupressores utilizados no tratamento de manutenção do transplante renal em pacientes adultos no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco de Assis Acurcio

    2013-01-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi realizar análise custoefetividade de imunossupressores utilizados na terapia de manutenção pós-transplante renal. Coorte hipotética de adultos transplantados foi acompanhada por 20 anos, empregando-se modelo de Markov. Os 10 esquemas terapêuticos avaliados continham prednisona (P. O custo médio dos medicamentos foi obtido na Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos. Outros custos assistenciais compuseram cada estágio da doença. O custo foi expresso em reais, a efetividade em anos de vida ganhos e adotou-se a perspectiva do sistema público de saúde. Ao fim do acompanhamento, a análise com desconto mostrou que todos os esquemas foram dominados por ciclosporina(CSA+azatioprina(AZA +P. Nas demais análises, tacrolimo+AZA+P não foi dominado, mas a relação custo-efetividade incremental entre estes dois esquemas foi de R$ 156.732,07/ anos de vida ganhos, na análise sem desconto, valor que ultrapassa o limiar de três vezes o PIB per capita brasileiro. Nenhuma alteração qualitativa foi demonstrada pela análise de sensibilidade e a probabilidade do esquema CSA+AZA+P ser o mais custo-efetivo é superior a 85%.

  13. Valoracion preanestesica en el paciente con enfermedad renal cronica

    National Research Council Canada - National Science Library

    Gonzalez Cardenas, Victor Hugo; Guillermo Vargas, Juan; Enrique Echeverri, Jorge; Diaz, Sandra M; Mena Mendez, Yonny

    2013-01-01

    La enfermedad renal cronica es un problema de salud publica mundial. En varias ocasiones los pacientes son llevados a cirugias relacionadas con su dialisis con operaciones propias de sus comorbilidades...

  14. Uma estratégia para redução de risco cardiovascular em pacientes transplantados renais A strategy to improve the cardiovascular risk factor profile in renal transplant patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Leite

    2010-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A doença cardiovascular representa a principal causa de morbidade, mortalidade e perda de função do enxerto em receptores de transplante renal (RTR. O tratamento agressivo dos fatores de risco é fortemente recomendado. Entretanto, há um gap entre a terapia baseada em evidência recomendada e o manejo cardiovascular eficaz nesta população. OBJETIVO: Estabelecer uma estratégia de controle de fatores de risco cardiovascular para RTR. MÉTODOS: O risco cardiovascular de 300 RTR de uma Unidade de Transplante Renal foi avaliado através dos critérios de Framingham. Intervenções nos fatores de risco modificáveis foram sugeridas aos médicos assistentes através de cartas anexadas aos prontuários dos pacientes, incluindo modificações no estilo de vida, controle de pressão arterial e uso de tratamento anti-plaquetário e hipolipemiante. Os perfis dos fatores de risco foram re-avaliados depois de 6 e 12 meses. RESULTADOS: A maioria dos pacientes apresentava alto risco cardiovascular (58%. Após 12 meses, a proporção de pacientes recebendo tratamento anti-plaquetário, anti-hipertensivo ou hipolipemiante tinha aumentado de forma significante (29 para 51%, 83 para 92% e 3 para 46%, p BACKGROUND: Cardiovascular disease represents the leading cause of morbidity, mortality and graft function loss in renal transplant recipients (RTR. Aggressive treatment of risk factors is strongly advocated. However, there is a gap between recommended evidence-based therapy and effective cardiovascular management in that population. OBJECTIVE: To establish a cardiovascular risk factor control strategy for RTR. METHODS: The cardiovascular risk of 300 RTR of a renal transplant unit was assessed using the Framingham criteria. Interventions on modifiable risk factors were suggested to attending physicians by letters attached to patients' charts, including lifestyle modifications, blood pressure control and use of antiplatelet and lipid

  15. Fisioterapia motora em pacientes adultos em terapia intensiva

    OpenAIRE

    Borges,Vanessa Marcos; Oliveira,Luiz Rogério Carvalho de; Peixoto,Elzo; Carvalho, Nilza Aparecida de Almeida

    2009-01-01

    O objetivo desse estudo é realizar uma revisão da literatura abordando o tema fisioterapia motora para pacientes adultos em unidade de terapia intensiva. A busca de artigos científicos foi realizada nas bases de dados PubMed, MedLine (Literatura Internacional em Ciências e Saúde), LILACS (Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências e Saúde) e Cochrane entre 1995 e dezembro de 2008 utilizando as palavras-chaves: physical therapy, mobilization and intensive care unit. Para efeito de com...

  16. Técnicas hemoterápicas em cirurgia renal percutânea em paciente testemunha de Jeová Utilization of hemotherapic techniques in percutaneous renal surgery in Jehova's witness patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helio Begliomini

    2005-12-01

    Full Text Available Jehova's witeness patients deny to receive heterologous blood transfusion even under life risk. They also neither agree with auto transfusion when the their own blood is stored days or weeks before surgery procedures. Percutaneous renal surgery can have complications and, among them, intense hemorrhage that can demand for open surgery. The authors report a case of a 32 year old patient with complete coralliform lithiasis in the right kidney who was submitted to percutaneous renal surgery with removing 400 ml of total blood accompanied subsequently of hemodilution and blood reinfusion by the end of the procedure. A Compact Advanced from Dideco, an italian company, was used for blood recovering during surgery and reinfusing it after the filtration process, centrifugation and washing of red globules. In this particular, the authors describe a technical adaption for blood collection. Both procedures are accepted by Jehova's witness patients, once that the blood is not stored and there is contact with your veined system. This article aim to show a blood capture technical variant in the percutaneous renal surgery, as well as to present a method in similar procedures, once that is not used routinely in urological surgeries.

  17. Tireopatias em pacientes com diabetes tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carolina Coelho Gozzano

    2014-10-01

    Full Text Available Introdução: Distúrbios metabólicos no diabetes mellitus (DM podem interferir nos níveis de T4 livre e TSH, assim como as disfunções tireoidianas podem influenciar no controle glicêmico. A prevalência de tireopatias (TP em diabéticos é maior que na população total. Entre os pacientes com DM1, sobretudo mulheres, observa-se maior frequência de hipotireoidismo (HP primário autoimune, devido aos genes de suscetibilidade compartilhados. A relação entre DM2 e a função tireoidiana foi menos estudada. Além disso, o tratamento do HP impede o aparecimento de dislipidemia e evita os efeitos da diminuição dos hormônios tireoidianos sobre o controle glicêmico. Objetivo: Mostrar a prevalência entre DM2 e TP. Metodologia: Estudo retrospectivo vertical de 118 diabéticos consultados nos últimos 2 anos com pesquisa de alterações tiroidianas: TSH, T4 e US tireoideano. Análise estatística descritiva, comparando os grupos. Resultado: Maioria homens (55,1%. O tempo de diabetes variou entre 1 e 25 anos (média de 8,9±6,6; e a idade, entre 25 e 89 anos (média de 59,3±13,0. Foram encontrados alterações em 29 pacientes (24,6%, 18 mulheres (34% e 11 homens (16,9%. (X2=4,57 e df–1, p=0,032. As alterações mais frequentes: HP (19,5%, nódulos (2,5% e cistos (1,7%. Conclusão: Os dados mostram a prevalência de TP em pacientes com DM2 sendo mais frequente em mulheres. É importante a investigação de TP em diabéticos para a prevenção e melhor controle glicêmico.

  18. Avaliação da condição bucal em pacientes renais crônicos submetidos à hemodiálise Evaluation of oral condition of patients with chronic renal failure submitted to hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Régia de Souza Dias

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a condição bucal dos pacientes com insuficiência renal crônica submetidos à hemodiálise, no município de São Luís, comparando os três centros de referência da cidade e os tempos de hemodiálise. MÉTODOS: A amostra foi constituída por 107 pacientes, nos quais analisou-se o índice de placa (IP e a prevalência de cárie dentária (CPO-D. Os pacientes foram categorizados em três grupos, de acordo com o tempo de hemodiálise (3 meses a 3 anos. Os dados obtidos foram submetidos aos testes estatísticos ANOVA e Kruskal-Wallis, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: As médias/desvios padrão do IP nos grupos foram, respectivamente, 0.91±0.61; 1.04±0.60 e 1.25±0.67. Quanto ao CPO-D destes grupos, as médias/desvios padrão foram 13.63±8.91; 13.89±8.12 e 16.79±7.31. Não houve diferenças significativas entre os centros, nem entre os tempos de hemodiálise estudados. CONCLUSÃO: O tempo de tratamento da doença não alterou ou interferiu no acúmulo de placa bacteriana e na prevalência de cárie dentária. Houve uniformidade na condição bucal dos pacientes nos três centros estudados.BACKGROUND: Evaluate the oral conditions of patients with chronic renal failure submitted to hemodialysis in the city of São Luís, by comparing three reference centers and the times of hemodialysis. METHODS: The sample consisted of 107 patients, distributed among the centers. Plaque Index (IP and Dental Caries Prevalence (DMF-T were evaluated. Patients were subdivided into three groups according to time of hemodialysis (3 months to 3 years. Data were analyzed using the ANOVA and the Kruskal-Wallis test with a level of significance of 5%. RESULTS: Plaque index averages in the groups were respectively, 0.91±0.67; 1.04±0.60; 1.25±0.61. The averages of DMF-T in the respective groups were 13.63±8.91; 13.89±8.12; 16.79±7.31. There were no significant differences between the centers of reference and the times of

  19. Functional independence in patients with chronic kidney disease being treated with haemodialysis¹ Independencia funcional en pacientes con enfermedad renal crónica en tratamiento de hemodiálisis Independência funcional em pacientes com doença renal crônica em tratamento hemodialítico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziella Allana Serra Alves de Oliveira Oller

    2012-12-01

    mortalidades presentaron correlación negativa con la MIF. CONCLUSIÓN: conocer el nivel de independencia funcional de los pacientes en tratamiento hemodiálisis es primordial para subvencionar intervenciones para la mejoría de la asistencia de enfermería prestada la esa población.OBJETIVO: este estudo teve como objetivo descrever e analisar a independência funcional dos pacientes atendidos nos serviços de hemodiálise, de uma cidade do interior paulista, segundo a Medida de Independência Funcional (MIF. MÉTODO: a população foi de 214 pacientes em tratamento hemodialítico, avaliados em 2011, por meio de um questionário sociodemográfico e clínico, Miniexame do Estado Mental e MIF. RESULTADOS: a idade média da população do estudo foi de 58,01 anos e a média da MIF foi de 118,38 pontos, evidenciando nível de independência completa ou modificada dessa população. Mesmo tendo sido baixo o nível de dependência encontrado, essa dependência destacou-se no domínio locomoção, na atividade subir e descer escadas (10,28%. A idade, complicações relacionadas à hemodiálise e comorbidades apresentaram correlação negativa com a MIF. CONCLUSÃO: conhecer o nível de independência funcional dos pacientes em tratamento hemodialítico é primordial para subsidiar intervenções para a melhoria da assistência de enfermagem prestada a essa população.

  20. Eficácia de um protocolo de exercícios físicos em pacientes com insuficiência renal crônica, durante o tratamento de hemodiálise, avaliada pelo SF-36

    OpenAIRE

    2011-01-01

    OBJETIVO: Analisar os efeitos de um protocolo de exercícios fisioterapêuticos em pacientes renais crônicos, durante a terapia hemodialítica, visando à melhora de sua qualidade de vida. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 27 pacientes, com idade média de 51 ± 10,5 anos, índice de massa corpórea média de 24,3 ± 3,8 e em tratamento hemodialítico há aproximadamente 50 ± 27,7 meses. Os pacientes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e, durante três meses, participaram de um progr...

  1. Oftalmoplegia internuclear em paciente com mielose funicular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Lamartine de Assis

    1968-06-01

    Full Text Available É relatado um caso de oftalmoplegia internuclear, tipo posterior, com manifestações oculares bilaterais e assimétricas em paciente com mielose funicular. O diagnóstico da natureza da moléstia foi comprovado pela prova de absorção da vitamina B12 radioativa marcada com 57Co (método de Schilling. Foram realizados três exames electromiográficos do músculo reto mediai mais afetado (esquerdo, com intervalos de 45 a 90 dias, não tendo havido modificação dos traçados. O electromiograma nada mostrou de específico e permitiu excluir lesão neurogênica (paresia ou paralisia do 3.° nervo e muscular propriamente dita (miopatia.

  2. Implantologia em pacientes oncológicos

    OpenAIRE

    Andrade, Isabel Margarida Costa Pinto Fonseca

    2011-01-01

    Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária Pacientes Oncológicos fazem cada vez mais parte do dia-a-dia da prática da Medicina Dentária. O cancro da cabeça e pescoço tem uma maior relevância para o Médico Dentista no que se refere às consequências do seu tratamento e posteriormente na sua reabilitação. A maior parte dos doentes com patologia oncológica são tratados com cirurgia, podendo também incluir r...

  3. Fatores preditivos de diagnósticos de enfermagem em pacientes submetidos ao transplante renal Factores predictores de diagnósticos de enfermería en pacientes sometidos al trasplante de riñón Predisposing factors of nursing diagnoses in patients submitted to kidney transplantation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Galdino Albuquerque

    2010-02-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi identificar fatores preditores para diagnósticos de enfermagem de pacientes transplantados renais. Estudo transversal realizado em um hospital universitário com 58 pacientes submetidos ao transplante renal. Os dados foram coletados com um roteiro de entrevista e exame físico. Para análise dos dados foi utilizada a técnica de regressão logística considerando um nível de significância de 5%. Os fatores preditores identificados foram: Estado de Doença para o diagnóstico Fadiga; Procedência e Estado civil para Nutrição desequilibrada: mais do que as necessidades corporais; Tempo de diálise e Mudança relatada ou medida na acuidade sensorial para Percepção sensorial perturbada: auditiva; e Idade e Estado de doença para Percepção sensorial perturbada: visual.El objetivo del estudio fue identificar factores predictores de diagnósticos de enfermería de pacientes trasplantados de riñón. Estudio transversal realizado en un hospital universitario con 58 pacientes sometidos al trasplante de riñón. Los datos fueron recogidos con un guia dee entrevista y examen físico. Para el análisis de los datos fue utilizada la técnica de regresión logística considerando un nivel de significancia del 5%. Los factores predictores identificados fueron: Estado de Enfermedad para el diagnóstico Fatiga; Naturalidad y Estado civil para Desequilibrio nutricional: por exceso; Tiempo de diálisis y Cambio relatado o medido en la acuidad sensorial para Trastorno de la percepción sensorial: auditiva; y Edad y Estado de enfermedad para Trastorno de la percepción sensorial: visual.The purpose of this study was to identify predisposing factors of nursing diagnoses in patients submitted to kidney transplantation. A cross-sectional carried out in an academic hospital with 58 patients submitted to kidney transplantation. The data was collected with an interview script and physical examination. For data analysis was used the

  4. Influência do polimorfismo do gene MYH9  na doença renal progressiva em pacientes com nefrite lúpica

    OpenAIRE

    Vinicius Sardão Colares

    2012-01-01

    INTRODUÇÃO: A nefrite lúpica é uma complicação frequente e de alta morbimortalidade do lúpus eritematoso sistêmico (LES). A evolução para insuficiência renal crônica terminal varia entre 8 e 15% dos casos, após um período de 5 anos. A fase inicial da nefrite se deve a uma atividade imunológica exacerbada que leva a sequelas renais, como a fibrose intersticial, sinéquias glomerulares, e glomeruloesclerose. Uma vez instalada, vários fatores aceleram a velocidade de progressão da insuficiência r...

  5. Renal and urinary findings in 20 patients with Williams-Beuren syndrome diagnosed by fluorescence in situ hybridization (FISH Achados renais e urinários em 20 pacientes com síndrome de Williams-Beuren diagnosticados pelo teste de hibridização in situ por fluoresceína (FISH

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sofia Mizuho Miura Sugayama

    2004-01-01

    Full Text Available PURPOSE: Williams-Beuren syndrome is a rare multiple anomalies/mental retardation syndrome caused by deletion of contiguous genes at chromosome region 7q11.23. The aim of this work was to determine the frequency and the types of renal and urinary tract anomalies in 20 patients with Williams-Beuren syndrome. METHODS: The fluorescence in situ hybridization test using a LSI Williams syndrome region DNA probe was performed for all 20 patients to confirm the diagnosis of Williams-Beuren syndrome. A prospective study was performed in order to investigate renal and urinary aspects using laboratory assays to check renal function, ultrasonography of the kidneys and urinary tract, voiding cystourethrogram and urodynamics. RESULTS: Deletion of the elastin gene (positive fluorescence in situ hybridization test was found in 17 out of 20 patients. Renal alterations were diagnosed in 5 of 17 (29% the patients with the deletion and in 1 of 3 patients without the deletion. Fourteen patients with the deletion presented dysfunctional voiding. Arterial hypertension was diagnosed in 3 patients with deletions and 1 of these presented bilateral stenosis of the renal arteries. CONCLUSIONS: Due to the high incidence of renal and urinary abnormalities in Williams-Beuren syndrome, performing a systematic laboratory and sonographic evaluation of the patients is recommended.OBJETIVO: A síndrome de Williams-Beuren é uma rara síndrome de deleção de genes contíguos que cursa com múltiplas anomalias congênitas, deficiência mental e anomalias renais e urinárias. O objetivo deste trabalho foi determinar a freqüência e os tipos de anomalias renais e urinárias em 20 pacientes com síndrome de Williams-Beuren diagnosticados pelo teste de hibridização in situ por fluorescência. MÉTODOS: Estudou-se prospectivamente os aspectos renais e urinários através de avaliação laboratorial da função renal, ultrassonografia de rins e vias urinárias, uretrocistografia

  6. Endocardite bacteriana em paciente com diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alcinda Aranha Nigri

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: A endocardite infecciosa é uma infecção microbiana da superfície do endocárdio. Acomete sobretudo valvas cardíacas, em geral, a mitral. Etiologias comuns são: uso de drogas injetáveis, infecção oral, hemodiálise a longo prazo e diabetes mellitus (DM. O diagnóstico é realizado por meio dos Critérios de Duke. Objetivos: Relatar caso de endocardite de paciente do Hospital Santa Lucinda (HSL. Metodologia: As informações foram obtidas pelo exame clínico, prontuário da paciente, relato da equipe médica e revisão de literatura. Relato de Caso: Paciente L.F.P.L., F., 54 anos, DM tipo 2, hipertensa, com insuficiência renal crônica não-dialítica, com úlceras de membros inferiores (MMII. Foi realizado debridamento e uso de antibiótico (ATB. Posteriormente, procurou hospital com queixa de dispneia. Diagnosticada com pneumonia (sic, usou ATB. A posteriori, apresentou anasarca e febre. Não houve leucocitose provavelmente devido ao uso de ATB. Constatou-se sopro mitral; no ecocardiograma: insuficiência mitral e tricúspide e vegetação em valva mitral, indicando endocardite infecciosa. Encaminhada ao HSL para cirurgia, apresentou na admissão: derrame pleural, hemo- e leucograma (LEU sem alterações, ureia 142, glicose 256 (mg/dL e albumina 2,6 (g/dL. Após 6 dias, foi inserida a prótese biomitral e cerclagem de valva tricúspide. Realizou-se transfusões sanguíneas pós-cirúrgicas. Manifestou parada cardiorrespiratória (PCR, realizada ressuscitação cardiopulmonar. Após 10 dias, apresentou arritmia, PCR, sepse e foi a óbito. Conclusões: O manejo adequado do DM pode evitar complicações, como úlceras de MMII, evitando, consequentemente, a disseminação via hematogênica e o quadro de endocardite. Deve-se considerar o uso prévio de ATB ao se analisar o LEU do paciente.

  7. Injúria Renal Aguda no paciente politraumatizado Acute Renal Injury in polytrauma patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Gomes Romano

    2013-03-01

    Full Text Available A Injúria Renal Aguda (IRA no contexto do paciente politraumatizado ocorre, na maioria das vezes, por uma conjuntura de fatores que passam por eventos correlacionados à ressuscitação volêmica inicial, ao grau de resposta inflamatória sistêmica associada ao trauma, ao uso de contraste iodado para procedimentos diagnósticos, à rabdomiólise e à síndrome compartimental abdominal. Atualmente, passamos por uma fase de uniformização dos critérios diagnósticos da IRA com o Acute Kidney Injury Network (AKIN, sendo a referência mais aceita. Consequentemente, o estudo da IRA no politraumatismo também passa por uma fase de reformulação. Esta revisão da literatura médica visa trazer dados epidemiológicos, fisiológicos e de implicação clínica para o manuseio destes pacientes, bem como expor os riscos do uso indiscriminado de expansores volêmicos e particularidades sobre a instituição de terapia renal substitutiva em indivíduos sob risco de hipertensão intracraniana.Acute Kidney Injury (AKI in trauma is, in most cases, multifactorial. Factors related to the initial ressuscitation protocol, degree of the systemic inflamatory response to trauma, contrast nephropathy in diagnostic procedures, rhabdomyolysis and abdominal compartment syndrome are some of those factors. Nowadays a uniformization in diagnostic criteria for AKI has been proposed by the Acute Kidney Injury Network (AKIN and as a result the incidence of AKI and its impact in outcomes in trauma patients also needs to be reconsider. In this review we aim to approach epidemiologic, physiologic and clinical relevant data in the critical care of patients victims of trauma and also to expose the risks of indiscriminate use of volume expanders and the interaction between renal replacement theraphy and intracranial hypertension.

  8. Perfil Epidemiológico de Pacientes Renais Crônicos em Tratamento Conservador em um Hospital Escola do Sul de Minas/ Epidemiological Profile of Chronic Renal Failure Patients on Conservative Treatment in a Hospital in Southern School of Minas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Dorilêo Negretti

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar o perfil epidemiológico dos pacientes com Doença Renal Crônica em tratamento conservador no ambulatório do Hospital Escola de Itajubá. Materiais e Métodos: Estudo descritivo, de corte transversal, de abordagem quantitativa. Realizado com 171 pacientes atendidos em tratamento conservador no ambulatório de nefrologia no período de janeiro de 2012 a dezembro de 2013. A coleta objetivou caracterizar idade, sexo, raça, estado civil e procedência. Também foram avaliados dados do primeiro atendimento como: valores de ureia e creatinina, o grau de DRC, a etiologia e o número de retorno. Resultados: Dos doentes renais crônicos avaliados, 50,3% eram do sexo masculino, 88% da raça branca, 54,4% casados e a maioria (70,8% possuía faixa etária prevalente >60 anos. A maioria dos atendidos, 98,5% pertence a microrregião de referência. Quanto a dados de primeira consulta, o diabetes mellitus foi a principal etiologia (38%. Os valores de ureia e creatinina acima da referência preconizada foi observado na maioria dos pacientes e o grau III de DRC em 31% dos casos. O número médio de retornos após a primeira consulta foi de três retornos em 25,13% dos pacientes. Conclusão: A pesquisa permitiu o conhecimento do perfil epidemiológico dos portadores de DRC em tratamento conservador. Os achados reforçam a necessidade de implementação de políticas voltadas para promoção e prevenção à saúde com divulgação de mais programas de controle para minimizar o surgimento de novos casos da DRC. Objective: Determine the epidemiological profile of patients with Chronic Kidney Disease (CKD on conservative treatment at the Hospital Escola de Itajubá. Materials and Methods: A retrospective, descriptive, cross-sectional study of quantitative approach. It was conducted with 171 patients who were treated in conservative treatment at the nephrology clinic from January 2012 to December 2013. The collection aimed to characterize age

  9. Linfedema em Pacientes Submetidas à Mastectomia Radical Modificada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Freitas Júnior Ruffo de

    2001-01-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a taxa de linfedema em pacientes tratadas cirurgicamente para câncer de mama e sua relação com o tipo de cirurgia, idade e peso das pacientes. Métodos: foram estudadas 109 pacientes portadoras de câncer de mama, submetidas à mastectomia radical modificada com conservação do músculo peitoral maior ou de ambos os peitorais. Considerou-se como linfedema quando houve diferença maior que 2,0 cm entre as circunferências dos membros superiores, mensurados acima e abaixo do olécrano. Resultados: observou-se uma taxa total de 14% de linfedema (15 casos. Entre as pacientes em que foram conservados ambos os músculos peitorais, a taxa foi de (9%, ao passo que quando se empregou a conservação apenas do grande peitoral, a taxa foi de 15% (p<0,4. Notou-se uma relação significativa entre a freqüência de linfedema e o peso e a idade das pacientes. O linfedema foi observado em apenas uma das 34 pacientes com menos de 46 anos e nenhuma das 19 pacientes com até 50 kg de peso apresentou linfedema. Conclusão: Na presente série, o linfedema de membro superior esteve associado a pacientes mais idosas e de maior peso.

  10. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise em Goiânia - GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Tereza Vaz de Souza Freitas

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A presença de excesso de peso, especialmente obesidade visceral, contribui para o maior risco de complicações metabólicas e cardiovasculares em pacientes com doença renal crônica. OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise (HD. MÉTODOS: Estudo transversal com 344 pacientes maiores de 18 anos. A obesidade abdominal foi definida pela circunferência da cintura > 94 cm nos homens e > 80 cm nas mulheres. As variáveis independentes envolveram aspectos socioeconômicos, demográficos, hábitos de vida, tempo em HD, consumo alimentar e índice de massa corporal (IMC. A análise dos fatores associados foi realizada por regressão de Poisson múltipla, permanecendo no modelo final as variáveis com p 25 kg/m². Nos homens, a classe econômica D/E também permaneceu associada à obesidade abdominal, p < 0,05. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise. Idade superior a 40 anos, classes econômicas mais baixas, ingestão proteica inferior ao recomendado e excesso de peso foram associados à obesidade abdominal.

  11. Tempo até o transplante e sobrevida em pacientes com insuficiência renal crônica no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, 1998-2002 Time to kidney transplantation in chronic renal failure patients in the State of Rio de Janeiro, Brazil, 1998-2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cynthia Braga da Cunha

    2007-04-01

    Full Text Available Neste estudo, descreveram-se as características dos 14.419 pacientes com insuficiência renal crônica tratados por hemodiálise no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, e analisou-se o tempo até a primeira realização do transplante no período de 1998 a 2002. Técnicas de análise de sobrevida como a análise não paramétrica de Kaplan-Meier e a modelagem semiparamétrica com o modelo de riscos proporcionais de Cox foram utilizadas. Além do modelo de sobrevida para transplante, o tempo até o óbito foi estimado para a comparação das estimativas dos dois modelos. Os resultados mostraram que, no período estudado, apenas 6,3% dos pacientes foram transplantados, 32,4% foram indicados e 6,3% inscritos na lista de espera. Observa-se que a probabilidade de transplante dos pacientes indicados, inscritos para o transplante e os que estão em uma faixa etária reduzida é maior. A diabetes mellitus possui um efeito redutor de 35% no risco de realização de transplante. Todas as estimativas apresentaram direções contrárias às obtidas pelo modelo de sobrevida para óbito.This study analyzes the characteristics of 14,419 chronic renal failure patients treated with hemodialysis and time to first kidney transplantation in the State of Rio de Janeiro, Brazil, from 1998 to 2002. Survival analysis methods were used, such as the Kaplan-Meier non-parametric method and the semi-parametric method with the Cox proportional hazards model. Besides the survival model for transplantation, time to death was analyzed to compare the two models' estimates. During the period studied, only 6.3% of patients received transplants, 32.4% were referred for transplantation, and 6.3% were included on the waiting list. Odds of transplantation were greater for those who had been referred, those on the waiting list, and younger patients. Diabetes mellitus reduced the probability of conducting transplantation by 35%. All the estimates showed directions opposite to those

  12. Pescados procesados: ¿son todos recomendables para pacientes renales?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Isabel Castro-González

    2009-01-01

    Full Text Available Es indispensable un buen manejo nutricional en pacientes renales. La dieta debe incluir proteína de buena calidad con cantidades limitadas de fósforo (P y potasio (K. Los ácidos grasos n-3 (AGPIn-3 de los pescados proporcionan beneficios contra la progresión del daño renal. El objetivo fue evaluar el contenido de proteína (PR, (P, (K, calcio (Ca y AGPIn-3 en pescados procesados como una opción para pacientes renales. Se analizó atún en agua (AA, en aceite (AAC, sardina en tomate (ST, en chipotle (SC y salmón ahumado (SA. (SA presentó la mayor concentración de (PR, (P y (K y la menor cantidad de (AGPIn-3. Las sardinas presentaron el doble de la concentración de (P y (K en comparación con los atunes, así como (Ca en elevada concentración. Atunes y sardinas tuvieron altas concentraciones de AGPIn-3 (4256-5213 mg/100g; las relaciones P:AGPIn-3 y K: P:AGPIn-3 fueron muy bajas (0.03 a 0.06, para atunes y sardinas, respectivamente; (AA y (AC aportaron (10.1 y 11.1 mg(P/g(PR; (ST (26.4 y (SC(19.1. AGPIn-3/g(PR fue similar para atunes y sardinas (302-424. Se detectó diferencia significativa para (P y (K entre tipos de pescados. Se recomienda incluir de manera individualizada (AA y (AC en la dieta de pacientes renales, no así el consumo de sardina y salmón.

  13. Desempenho cognitivo em pacientes operados de aneurisma cerebral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    FOBE JEAN-LUC

    1999-01-01

    Full Text Available Vinte e cinco pacientes operados de aneurisma cerebral foram submetidos a avaliação cognitiva pós operatória tardia para linguagem, praxia, orientação, lógica, compreensão, memória, depressão, demência e gnosia visual. Os resultados foram correlacionados com idade, escala de Hunt-Hess à admissão, lado, local e tamanho do aneurisma, sangue à TC (Fisher, vaso-espasmo angiográfico (George. Déficit cognitivo tardio estava ausente em 8 pacientes (32%, era leve em 5 (20%, moderado em 6 (24% e grave em 6 (24%. A função cognitiva isoladamente mais alterada foi a da lógica com acometimento moderado e grave em 7 pacientes (28%, seguida de praxia em 6 (24%, orientação em 5 (20%, linguagem e memória em 4 (16%. A alteração gnósica visual, demência e depressão foram pouco frequentes. A compreensão estava levemente alterada em 3 pacientes. Na faixa etária 25-50 anos ocorreu melhor resultado cognitivo com sequela inexistente ou leve em 9 pacientes (75%. Os aneurismas da artéria comunicante posterior direita apresentaram déficit cognitivo tardio ausente ou leve em 5 pacientes (71,42%, os da artéria cerebral média direita apresentaram resultado equivalente em 2 (66,66%. Os aneurismas de artéria cerebral média esquerda apresentaram o pior resultado com sequela cognitiva moderada e grave em 5 pacientes (71,42%. As sequelas neuropsicológicas tardias apresentaram correlação direta com a idade, Hunt-Hess, sangue à TC, vaso-espasmo angiográfico e localização anatômica do aneurisma.

  14. Embolização arterial superseletiva para tratamento de angiomiolipoma em paciente com rim único

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adenauer Marinho de Oliveira Góes Junior

    Full Text Available Resumo Os autores relatam o caso de uma paciente jovem previamente submetida a nefrectomia direita por apresentar angiomiolipomas renais (AMLRs e portadora de dois volumosos angiomiolipomas no rim esquerdo remanescente. A paciente foi encaminhada pelo urologista para tratamento endovascular. Realizou-se embolização superseletiva de um dos tumores, localizado no polo renal inferior e em situação subcapsular; apesar de várias tentativas, não foi obtido um cateterismo seletivo suficiente para embolizar o segundo angiomiolipoma (localizado no polo renal superior sem que um volume considerável de parênquima renal adjacente sofresse isquemia. O procedimento e a recuperação da paciente transcorreram sem complicações. A paciente recebeu alta no primeiro pós-operatório e vem sendo acompanhada ambulatorialmente há 9 meses sem intercorrências. É feita uma breve revisão sobre indicações, aspectos técnicos e complicações do tratamento endovascular dos AMLRs, além de serem discutidas vantagens dessa técnica quando comparada à ressecção cirúrgica dos tumores.

  15. Miastenia gravis: resultados de timectomia em 52 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Teotonio de Oliveira

    1995-06-01

    Full Text Available Durante o período de 1971 a 1993, 52 miastênicos sem timoma (7 homens e 45 mulheres foram timectomizados por via esternal. Os resultados foram classificados em remissão e não-remissão . A taxa de remissão foi 48%. No grupo de remissões havia 5 homens e 20 mulheres. O tempo de seguimento foi de 5,5 anos em ambos os grupos. Os pacientes foram classificados clinicamente segundo a classificação de Osserman. De 16 pacientes na categoria II A, 11 entraram em remissão; de 36 pacientes nas categorias II B e III, 14 entraram em remissão. O tempo de duração de doença foi de 1,8 e 4,3 anos nos grupos de remissões e não-remissões, respectivamente. Todos os pacientes que entraram em remissão tinham menos de quatro anos de doença. Dos 43 pacientes com menos de quatro anos de doença, 42% não apresentaram remissão significando que um tempo de doença de menos de quatro anos não é indicador de remissão. Nossos dados indicam um melhor prognóstico quando a timectomia é feita nos primeiros quatro anos de doença.

  16. Linfangiectasia renal: achado incidental em tomografia computadorizada multicorte e revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Abdalla de Vasconcelos

    2012-06-01

    Full Text Available Linfangiectasia renal é uma condição rara, caracterizada por coleções parapiélicas e perirrenais, que pode progredir de assintomática para insuficiência renal crônica. É apresentado um caso de achado incidental em tomografia computadorizada de linfangiectasia renal bilateral em paciente assintomático, com descrição dos principais achados à luz dos métodos de imagem e ampla revisão da literatura.

  17. Sobrevida de pacientes em hemodiálise em um hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Ismaela Rolim Teixeira

    2015-03-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC apresenta altas taxas de morbidade e mortalidade, especialmente na população em diálise. Objetivo: Determinar a taxa de sobrevida; caracterizar o perfil epidemiológico e clínico; identificar as comorbidades e as variáveis associadas à sobrevida dos pacientes submetidos à hemodiálise. Métodos: Trata-se de um estudo de natureza descritiva e longitudinal constituído por 162 pacientes submetidos à hemodiálise, em um hospital universitário. As variáveis categóricas foram descritas por meio de frequências e porcentagem e as numéricas por meio de média ± desvio padrão. A análise por meio da regressão de Cox foi utilizada para estudar a influência de diversas variáveis clínicas e demográficas. Foram construídas as curvas de sobrevida das variáveis significantes com o método de Kaplan Meyer. Resultados: A idade média foi de 48,09 anos, a renda familiar mensal e o nível de instrução mostraram-se reduzidos na maior parte dos estudados. A hipertensão arterial mostrou-se a principal comorbidade associada à insuficiência renal crônica terminal, seguida pelo diabetes mellitus. Os fatores que comprometeram significativamente a sobrevida dos pacientes foram a idade avançada no início da terapia, a hemoglobina e a albumina. A taxa de sobrevida global foi de 84,71% e 63,32% em um e cinco anos, respectivamente. Conclusão: A taxa de sobrevida foi considerada baixa e mostrou-se decrescente ao longo dos anos, não representando melhorias apesar dos avanços tecnológicos, diagnósticos e terapêuticos. A idade avançada, a hipoalbuminemia e a anemia são fortes preditores de mortalidade.

  18. Alterações dermatológicas nos pacientes em hemodiálise e em transplantados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Morais Busatto Gerhardt

    2011-06-01

    Full Text Available Na atualidade, o mundo está enfrentando uma epidemia de doença renal crônica (DRC. Bases de dados contendo informações sobre os pacientes no estágio terminal da doença renal (DRCt, especialmente nos Estados Unidos, foram as fontes das primeiras informações a respeito deste assunto. O Brasil possui a terceira maior população em diálise no mundo, e atualmente existem cerca de 680 centros de diálise, distribuídos por todas as unidades da federação, atendendo uma população estimada em quase 90.000 pacientes. O envolvimento cutâneo na insuficiência renal crônica é caracterizado por uma diversidade de manifestações, as quais podem ser relacionadas a três processos: à doença renal primária; ao estado urêmico ou a medidas terapêuticas empregadas no seu manuseio. As alterações dermatológicas nessas duas classes de pacientes, dialisados e transplantados, já foram motivo de diversos estudos. Nos últimos anos, entretanto, grandes progressos foram alcançados nestas duas modalidades terapêuticas, os quais podem ter modificado tanto o tipo de alteração dermatológica associada a estas duas condições, quanto a sua intensidade ou frequência. Este artigo tem como objetivo oferecer uma atualização sobre o tema dermatoses em hemodialisados e transplantados.

  19. Alterações renais clínico-laboratoriais em pacientes com a síndrome da imunodeficiência adquirida em relação aos achados anatomopatológicos Clinical and laboratory renal alterations in patients with acquired immunodeficiency syndrome in relation to natomopathological findings

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor Alberto Laguna-Torres

    2000-04-01

    Full Text Available Foram estudadas as alterações renais, tanto clínicas como anatomopatológicas, em 119 indivíduos com a síndrome da imunodeficiência adquirida no Hospital Escola da Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG. A média das idades foi de 33 ± 10,4 anos (variando de 18 a 67 anos. Predominaram a cor branca (59% e o sexo masculino (80%. Procedência: 90% de Uberaba e região. Havia 59 (50% heterossexuais, 25 (21% homossexuais, 17 (14% bissexuais e 18 (15% sem dados conhecidos. Havia 43% usuários de drogas intravenosas. Catorze (12,2% casos apresentavam creatininemia acima de 3mg/dl nos 10 dias antes do óbito, destes encontrou-se necrose tubular aguda em 64%. Em 71 (61% pacientes encontrou-se hiponatremia e 8 (7% exibiram hipernatremia. Houve 28 (24% com hipocalemia e 8 (7% com hipercalemia. Doze pacientes tinham proteinúria de 24 horas elevada, sendo 7 acima de 1g/24h. Dois pacientes apresentaram glomeruloesclerose segmentar focal, sendo que um deles apresentou proteinúria de 5,5g/24h e creatinemia de 1,5mg/dl, sem edema. Na maioria (56% dos casos, encontrou-se nefrite túbulo-intersticial. As alterações glomerulares foram relativamente raras em tanto que as lesões túbulo-intersticiais foram muito freqüentes, principalmente a nefrite túbulo intersticial e a necrose tubular aguda. Nem sempre se pode observar uma correlação anatomoclínica pois, muitas vezes, a alteração foi predominantemente funcional, especialmente nas hidroeletrolíticas.Clinical as well as renal anatomopathological data of 119 patients with acquired immunodeffiency syndrome from the Hospital of the Faculty of Medicine of Triângulo Mineiro, Uberaba, MG, Brazil, were studied. Mean age was 33 ± 10.4 years (range 18 to 67 years. White (59% and male (80% individuals predominated. Ninety percent of patients came from Uberaba or neighborhood. There were 59 (50% heterosexual, 25 (21% homosexual, 17 (14% bisexual and 18 (15% unknown. Forty three percent

  20. Achados eletrencefalográficos em pacientes com toxoplasmose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Moura Ribeiro

    1964-06-01

    Full Text Available Foram estudados os exames eletrencefalográficos de 34 pacientes com toxoplasmose, comparando-os com os eletrencefalogramas obtidos em grupo contrôle constituido por 50 indivíduos sem coriorretinite, sem síndrome convulsiva e sem sintomatologia neurológica. Para diferençar traçados eletrencefalográficos normais de traçados alterados foram considerados: a a presença, ou não, de atividade paroxística focal; b a freqüência geral da atividade elétrica; c as assimetrias de ritmo; d o caráter e grau de resposta à ativação pela hiperpnéia. Alterações eletrencefalográficas foram observadas em 30 (88,2% pacientes do grupo com toxoplasmose e em 27 (54% indivíduos do grupo contrôle. Atividade paroxística focal representada por ondas "sharp" foi registrada em 18 (53% pacientes do grupo patológico: em 7 a alteração foi encontrada no traçado de repouso e confirmada no traçado ativado pela hiperpnéia; em 10 a alteração só foi registrada durante o traçado ativado; em 1, só foi observada durante o traçado de repouso, não tendo sido o paciente submetido à ativação pela hiperpnéia. No grupo contrôle, a atividade paroxística focal foi observada em 8 (16% indivíduos, sendo que em um a alteração foi registrada durante o traçado de repouso e durante o sono. Ritmos rápidos de mais de 13 c/seg. foram registrados em 5 (15% pacientes do grupo patológico; no grupo contrôle não foram encontrados ritmos rápidos. Assimetria da atividade elétrica cerebral apareceu em 7 (21,2% pacientes do grupo patológico e em 3 (6% do grupo contrôle. Desorganização do ritmo foi encontrada em 15 (46,9% pacientes do grupo patológico e em 11 (22% do grupo contrôle, sempre mediante ativação pela hiperpnéia. A desorganização do ritmo, quando encontrada, revelou-se, em média, mais duradoura no grupo patológico que no grupo contrôle. Irregularidade do ritmo foi observada em 12 (37,5% pacientes do grupo patológico, sendo que em dois

  1. Linfedema em Pacientes Submetidas à Mastectomia Radical Modificada

    OpenAIRE

    Freitas Júnior Ruffo de; Ribeiro Luiz Fernando Jubé; Taia Lúcia; Kajita Dáissuke; Fernandes Marcus Vinícius; Queiroz Geraldo Silva

    2001-01-01

    Objetivo: avaliar a taxa de linfedema em pacientes tratadas cirurgicamente para câncer de mama e sua relação com o tipo de cirurgia, idade e peso das pacientes. Métodos: foram estudadas 109 pacientes portadoras de câncer de mama, submetidas à mastectomia radical modificada com conservação do músculo peitoral maior ou de ambos os peitorais. Considerou-se como linfedema quando houve diferença maior que 2,0 cm entre as circunferências dos membros superiores, mensurados acima e abaixo do olécrano...

  2. Linfedema em Pacientes Submetidas à Mastectomia Radical Modificada

    OpenAIRE

    Freitas Júnior Ruffo de; Ribeiro Luiz Fernando Jubé; Taia Lúcia; Kajita Dáissuke; Fernandes Marcus Vinícius; Queiroz Geraldo Silva

    2001-01-01

    Objetivo: avaliar a taxa de linfedema em pacientes tratadas cirurgicamente para câncer de mama e sua relação com o tipo de cirurgia, idade e peso das pacientes. Métodos: foram estudadas 109 pacientes portadoras de câncer de mama, submetidas à mastectomia radical modificada com conservação do músculo peitoral maior ou de ambos os peitorais. Considerou-se como linfedema quando houve diferença maior que 2,0 cm entre as circunferências dos membros superiores, mensurados acima e abaixo do olécrano...

  3. Clinical description of hemodialysis headache in end-stage renal disease patients Caracterização clínica da cefaléia da diálise em pacientes renais crônicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alan Chester Feitosa de Jesus

    2009-12-01

    Full Text Available BACKGROUND: Hemodialysis (HD-related headaches are a common complaint of patients undergoing this procedure. OBJECTIVE: To determine the frequency and clinical characteristics of headache in patients undergoing HD and to discuss their diagnostic criteria. METHOD: The present study assessed, in a prospective manner, a series of patients consulting at a HD center in Aracaju, Sergipe, Brazil, from November 2007 to January 2008. Only patients with HD-related headaches without previous history of primary headache were diagnosed as isolated HD headache (HDH. RESULTS: Headache was reported by 76.1% of the patients studied. Prior to beginning dialysis, 47.9% had migraine without aura, 6.7% migraine with aura, 0.6% hemiplegic migraine, 5% episodic tension-type headache, and 2.5% migraine and tension-type headache. HDH was diagnosed in 6.7% of the patients, the most prevalent features being diffuse or temporal region location, bilateral headache, throbbing nature, and moderate severity. Seven patients with headaches between the sessions were not classified. CONCLUSION: While the pathophysiology of HDH is unknown, to diagnose patients with HDH or other possible HD-related headaches remains a challenge.Cefaléias relacionadas ao programa de hemodiálise é uma queixa comum. OBJETIVO: Determinar freqüência e características clínicas das cefaléias em pacientes em regime de hemodiálise e discutir critérios diagnósticos. MÉTODO: Foi feita uma avaliação clínica prospectiva de pacientes cefalêicos em um serviço de hemodiálise em Aracaju, Sergipe, Brasil, de novembro de 2007 a janeiro de 2008. Apenas pacientes sem antecedente de cefaléia primária receberam diagnóstico de cefaléia da diálise isolada. RESULTADOS: Cefaléia esteve presente em 76,1% dos pacientes estudados. Como antecedente de cefaléia, 47,9% tinham migrânea sem aura, 6,7% migrânea com aura, 0,6% migrânea hemiplégica, 5,5% cefaléia tensional episódica, e 2,5% associação de

  4. Qualidade de vida de pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise avaliada através do instrumento genérico SF-36

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Castro Mônica de

    2003-01-01

    Full Text Available RESUMO: Qualidade de vida é um conceito novo na área de saúde e existem controvérsias na aplicação da prática clínica. No Brasil, trabalhos foram realizados na área de nefrologia, indicando a necessidade de maiores estudos. OBJETIVOS: Analisar a qualidade de vida dos pacientes com diferentes tempos de hemodiálise. MÉTODOS: O estudo constou de uma entrevista com aplicação do SF-36, coleta de dados demográficos e socioeconômicos, obtenção das principais características clínicas e coleta de dados bioquímicos. RESULTADOS: Foram estudados 184 pacientes, sendo 63% do sexo masculino, com idade de 46±15anos (X±DP, tempo em hemodiálise 30±36 meses, 48% com escolaridade até quatro anos e 53% pertenciam às classes D e E. Constatou-se comprometimento nas diferentes dimensões analisadas, sendo que os menores resultados foram nos aspectos físicos e vitalidade. Verificou-se correlação negativa entre idade e capacidade funcional, aspectos físicos, dor e vitalidade; entre tempo de hemodiálise e aspectos emocionais. Por outro lado, constatou-se correlação positiva entre escolaridade e aspecto emocionais e entre hemoglobina e vitalidade. Além disso, observou-se que os pacientes diabéticos, quando comparados aos não diabéticos, eram mais idosos e apresentavam menores valores nas dimensões capacidade funcional e estado geral de saúde. CONCLUSÕES: O SF-36 foi um bom instrumento para avaliar qualidade de vida de pacientes em hemodiálise. A população estudada apresentou comprometimento em várias dimensões analisadas. A presença de doença crônica, a necessidade de tratamento contínuo por um longo período, idade avançada, assim como a presença de co-morbidades são fatores que podem interferir na qualidade de vida dessa população.

  5. Associações entre ingestão energética, proteica e de fósforo em pacientes portadores de doença renal crônica em tratamento hemodialítico Associations between energy, protein, and phosphorus intakes in patients with chronic kidney disease on hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Entrudo Pinto

    2009-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A nutrição desempenha papel fundamental nas doenças renais. A recomendação nutricional deve ofertar uma dieta hiperproteica, adequada em energia e fósforo segundo o Kidney Disease Outcomes Quality Initiative (K/DOQI. É necessário controlar e/ou prevenir as complicações da Doença Renal Crônica (DRC, pois ela impõe desafios clínicos diretamente ligados ao estado nutricional. OBJETIVO: Investigar as associações entre a ingestão energética, proteica e de fósforo em pacientes em hemodiálise (HD. PACIENTES E MÉTODOS: Estudo observacional envolvendo 72 pacientes em HD, em dois hospitais de Porto Alegre/RS/Brasil. Foram coletados dados referentes ao perfil antropométrico (peso, altura e índice de massa corporal - IMC e do registro alimentar de três dias (ingestão de energia, proteína e fósforo. O teste de correlação de Spearman foi utilizado para avaliar as associações entre as variáveis do registro alimentar (p INTRODUCTION: Nutrition plays an important role in kidney disease. The nutritional recommendation is to offer a high-protein diet, adequate in energy and phosphorus according to the Kidney Disease Outcomes Quality Initiative (K/DOQI guidelines. Control and/or prevention of the complications of chronic kidney disease (CKD are essential, because CKD poses clinical challenges directly related to the nutritional status. OBJECTIVE: To investigate the possible associations between energy, protein, and phosphorus intakes in hemodialysis (HD patients. METHODS: Observational study involving 72 HD patients from two hospitals in the city of Porto Alegre, Brazil. Anthropometric data [weight, height, body mass index (IMB] were collected and three-day food intake (daily energy, protein, and phosphorus intakes was recorded. Spearman correlation was used to evaluate associations between food intake variables (p < 0.05. RESULTS: The energy, protein, and phosphorus intakes were 28 ± 10 kcal/kg/day, 1,1 ± 0.4 g

  6. Avaliação do estado nutricional em pacientes renais crônicos em hemodiálise = Assessment of nutritional status in chronic renal failure patients on hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dobner, Taise

    2014-01-01

    Conclusões: Houve elevada prevalência de excesso de peso avaliado pelo índice de massa corporal, enquanto a maioria dos pacientes apresentou depleção nutricional nas demais variáveis antropométricas, com concomitante diminuição da albumina e da massa magra, após o período de hemodiálise

  7. Prevalência de Fatores de Risco Cardiovascular em Pacientes em Hemodiálise - O Estudo CORDIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jayme Eduardo Burmeister

    2014-06-01

    Full Text Available Fundamentos: Há uma carência de dados epidemiológicos sobre o perfil de risco cardiovascular nos pacientes renais crônicos em hemodiálise no Brasil. Objetivo: O estudo CORDIAL foi planejado para avaliar fatores de risco cardiovascular e acompanhar a evolução de uma população em programa de hemodiálise numa cidade metropolitana do Brasil. Métodos: Todos os pacientes em hemodiálise por doença renal crônica nos quinze centros de nefrologia de Porto Alegre foram considerados para inclusão na fase inicial do estudo CORDIAL. Dados clínicos, laboratoriais e demográficos foram obtidos nos registros médicos, e em entrevistas individuais estruturadas realizadas com todos os pacientes por pesquisadores treinados. Resultados: Foram incluídos 1215 pacientes (97,3% de todos os que estavam em hemodiálise na cidade de Porto Alegre. A média de idade era 58,3 anos, 59,5% eram homens e 62,8% eram brancos. A prevalência de fatores de risco cardiovascular encontrada foi 87,5% para hipertensão, 84,7% para dislipidemia, 73,1% para sedentarismo, 53,7% para tabagismo e 35,8% para diabetes. Em uma análise multivariada ajustada, sedentarismo (p = 0,032; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,15, dislipidemia (p = 0,019; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,14, e obesidade (p < 0,001; RP 1,96 - IC95%: 1,45-2,63 foram mais frequentes em mulheres; e hipertensão (p = 0,018; PR 1,06 - IC95%: 1,01-1,11 e tabagismo (p = 0,006; RP 2,7 - IC95%: 1,79-4,17 foram mais frequentes naqueles com menos de 65 anos. Sedentarismo apresentou uma associação independente com tempo em diálise inferior a 12 meses (p < 0,001; RP 1,23 - IC95%: 1,14-1,33. Conclusão: Pacientes em hemodiálise nesta metrópole do sul do Brasil apresentaram uma prevalência elevada de fatores de risco cardiovascular similar a diversos países do hemisfério norte.

  8. Prevalência de diabetes mellitus em pacientes renais crônicos sob hemodiálise em Porto Alegre, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jayme Eduardo Burmeister

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A causa mais frequente de insuficiência renal crônica (IRC nos pacientes iniciando tratamento dialítico nos países desenvolvidos é o diabetes mellitus (DM, com índices crescentes e que hoje se aproximam de 50%. No Brasil, os dados disponíveis indicam que essa prevalência é inferior, em torno de 27%, embora venha aumentando. OBJETIVOS: Estimar a prevalência de DM na população adulta de pacientes em tratamento hemodialítico por IRC em Porto Alegre, Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo, quantitativo e analítico, com inquérito sobre a prevalência de DM entre os 1.288 pacientes em tratamento por hemodiálise (HD crônica nas 15 clínicas do município nos meses de junho e julho de 2009. Resultados: 488 pacientes diabéticos foram identificados, uma prevalência de 37,9%, variando de 21 - 75% nas diferentes clínicas da cidade. CONCLUSÕES: A prevalência de DM entre pacientes em HD crônica em Porto Alegre é muito superior ao que tem sido atribuído como causa de IRC no país, o que indica a possibilidade de que essa etiologia de IRC possa estar sendo subestimada.

  9. Relação da temperatura da solução de diálise e a hipotensão arterial sintomática observada durante sessões de hemodiálise em pacientes com insuficiência renal crônica Relación de la temperatura de la solution de diálisis y la hipotensión arterial sintomática observada durante sesiones de hemodialisis en pacientes con insuficiencia renal crónica Relationship between dialysis solution temperature and symptomatic low blood pressure during hemodialysis for end stage renal disease patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clélia Beltrame Soares

    2001-12-01

    Full Text Available Realizado estudo prospectivo em um grupo de 21 pacientes portadores de insuficiência renal crônica que apresentavam hipotensão arterial no decorrer da hemodiálise. Avaliada a pressão arterial durante duas sessões com dialisato a 35(9C e duas a 37°C, observou-se que as pressões sistólica e diastólica, nas temperaturas estudadas, mostraram diferenças estatisticamente significativas quando comparadas aos valores iniciais pré-diálise, queda progressiva das pressões com prevalência de episódios hipotensivos na 3(5 e 4(5 horas de tratamento em ambas temperaturas, diminuição de 7,69% das hipotensões com dialisato a 35ºC e importante queixa de sensação de frio, tornando o tratamento desconfortável.Realizado estudio prospectivo en un grupo de 21 pacientes portadores de insuficiencia renal crónica que presentaban hipotensión arterial en el decorrer de la hemodiálisis. Evaluada la presión arterial durante dos sesiones con dialisato a 35° C y dos a 37° C se observó que las presiones sistolica y diastólica, en las temperaturas estudiadas, mostraron diferencias estadisticamente significativas cuando comparadas a los valores iniciales predialisis, caída progresiva de las presiones con prevalencia de episodios hipotensivos en la 3(9 y 4(5 horas de tratamiento en ambas temperaturas. Disminuición de 7,69% de las hipotensiones con dialisato a 35°C e importante queja de sensación de frio, tornando el tratamiento desconfortable.This prospective study was designed to evaluate hypotension in a group of 21 end stage renal disease patients (ESRD on hemodialysis, with syntomatic low blood pressure. The arterial blood pressure was recorded at 4 consecutive dialysis sessions, two at 35°C and two at 37°C dialysate temperature. In both situations, systolic and diastolic pressures, measured during dialysis, were different from the pre-dialysis value, with progressive lowering up to the end of the procedure. Cold dialysis did not protect

  10. Há associação entre acyl-grelina e inflamação em pacientes em hemodiálise?

    OpenAIRE

    Amanda Faria Barros; Cristiane Moraes; Milena Barcza Stockler Pinto; Julie Calixto Lobo; Denise Mafra

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Pacientes com doença renal crônica (DRC) apresentam um quadro de anorexia que pode estar relacionado com o processo inflamatório crônico, característico desta população. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar se há associação entre inflamação e o hormônio orexígeno, acyl-grelina, em pacientes com DRC em hemodiálise (HD). MÉTODOS: Foram estudados 36 pacientes (61,1% homens; 46,7 ± 14,9 anos; IMC 22,9 ± 3,9 kg/m²) em programa regular de HD (65,0 ± 46,8 meses...

  11. Study of the biokinetic behavior of {sup 99m}Tc-DMSA in renal scintigraphy of pediatric patients; Estudo de comportamento biocinetico do {sup 99m}Tc-DMSA em cintilografia renal de pacientes pediatricos

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Santos, Felipe Simas dos

    2013-07-01

    In Brazil, renal studies with {sup 99m}Tc{sub D}TPA and {sup 99m}Tc-DMSA constitute about 18% of pediatric diagnostic procedures. A retrospective non-randomized study was conducted in 2010, for absolute quantification of kidney activities. In 2010,51 patients underwent renal studies in the Hospital of the Rio de Janeiro State University - HUPE-UERJ/ RJ, Brazil. 19 of them with 9±4 years of age and body mass of 31.8±20.8 kg showed relative uptake of {sup 99m}Tc-DMSA between 45% and 55%. Still images (AP, PA and posterior oblique abdomen incidences) were acquired 4 h after intravenous administration of 115.69±42.31 MBq of {sup 99m}Tc-DMSA using gamma camera (Siemens E-Cam), LEHR collimator, matrix of 256x256 and 5min imaging. In 2012, 3 patients (9.3±2.1 years, 31.97±10.75 kg) in the previous study were followed in a prospective study. All urinary excretions samples were collected from administration of {sup 99m}Tc-DMSA to 6 h after, while simultaneously images were acquired AP and PA abdominal region with Philips model Picker Prism 2000XP. Aliquots of each urine sample were measured in gamma counter shaft GenesysTM Gamma 1 with Nal (TI) detector. For whole body, the biological half-life estimate was 11.0±2.0 h, and the residence time was found to be 5.6±0.4 h while the literature suggests 4.l±0.5 h for age range studied. Residence time for kidney was found to be 0.7±0.4 h, while the literature shows, 3.07 h and 1.4 h for patients with normal and renal pathologies, respectively. This difference may be attributed to the methodology because while the images were taken during the first 6 h, SMITH et aI. (1996) performed images of the kidneys and whole body 30 h after administration of 99mTc{sub D}MSA, incorporating the slow term of biological half-life. For liver, it was found the average residence time of 3.0±0.4 min, whereas the literature indicates 20.8 min and 25.1 min, respectively according to SMITH et. ai (1996) and ICRP (1998). The fact that the

  12. Uma pesquisa quase experimental em enfermagem sobre dor em pacientes em coma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gunnar Glauco de Cunto Taets

    Full Text Available RESUMO Objetivo: verificar se pacientes em coma sentem dor durante a intervenção de enfermagem banho no leito. Método: 19 pacientes com 61 ± 17,39 anos de idade participaram do estudo. Realizou-se, pelo método ELISA, a análise quantitativa de substância P (SP na saliva coletada antes e durante o banho no leito. Utilizou-se o programa Graph Pad Prisma 6 para análise dos dados. A verificação da normalidade foi feita pelo teste de Shapiro Wilk que determinou a escolha do teste não paramétrico de Wilcoxon. Resultados: o estudo apresentou aumento estatístico significativo (∆= 5.62%, p<0,001 no nível de SP dos pacientes estudados durante a intervenção de enfermagem. Conclusão: conclui-se que quando cuidamos de pacientes em coma, durante o banho no leito, provocamos ou acrescentamos estímulos dolorosos, logo, eles sentem dor.

  13. Diagnóstico de microalbuminúria em pacientes com diabete melito

    OpenAIRE

    Juliane Incerti

    2003-01-01

    A microalbuminúria representa o primeiro estágio da nefropatia diabética (ND) e, além de prever a evolução para nefropatia clínica e insuficiência renal, é acompanhada de elevado risco de doença cardiovascular. Este trabalho discute o curso clínico, valores e procedimentos utilizados no diagnóstico da microalbuminúria em pacientes com diabete melito (DM). A progressão de microalbuminúria para nefropatia clínica é menor do que inicialmente suposto. O rastreamento da microalbuminúria deve ser r...

  14. Meningite e endocardite infecciosa causada por Rhodotorula mucilaginosa em paciente imunocompetente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Henrique Loss

    2011-12-01

    Full Text Available Os autores relatam o caso de um homem imunocompetente admitido com comprometimento agudo do sistema nervoso, crise hipertensiva e insuficiência renal, vindo a receber diagnóstico de meningite e endocardite infecciosa por Rhodotorula mucilaginosa. Até onde sabemos, esta é a primeira descrição de infecção simultânea das meninges e do endotélio causada por Rhodotorula em um paciente sem comprometimento imunológico.

  15. Alterações eletrencefalográficas em pacientes com hiperplasia supra-renal congênita secundária à deficiência da 21- hidroxilase Electrocnceplialographic changes in patients with congetinal adrenal hyperplasia due to 21-hydroxylase deficiency

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Da Costa Oliveira

    1996-06-01

    Full Text Available Alterações eletrencefalográficas têm sido detectadas em crianças com pubarca precoce. Esse achado poderia ser o reflexo da presença atual ou passada de patologia do sistema nervoso central ou conseqüência do nível aumentado de esteróides sexuais. Com o objetivo de testar essa última hipótese, submetemos à avaliação eletrencefalográfica 10 pacientes (7F, 3M com hyperplasia supra-renal congênita (HSRC por deficiência da 21-hidroxilase, 4 deles com a forma clássica e 6 com a forma não-clássica da doença. O exame neurológico tradicional foi realizado em 7 pacientes, sendo normal em todos, enquanto o exame neurológico evolutivo diagnosticou distúrbio de hiperatividade e déficit de atenção em dois. Em outro paciente, dados de história foram compatíveis com retardo do desenvolvimento neuropsicomotor. A avaliação eletrencefalográfica, quantitativa com mapeamento cerebral nos pacientes com idade superior a 3 anos (n= 9, e tradicional no restante, foi considerada anormal para a idade em 8 pacientes (80%, sendo o traçado em 7 casos caracterizado como lento. A alta freqüência de alterações eletrencefalográficas nessa amostra, bem como na pubarca precoce, sugere que esses achados sejam secundários à presença de níveis androgênicos elevados em faixa etária inapropriada e alerta para a importância da avaliação c acompanhamento neurológico de crianças portadoras de HSRC.Electrocncephalographic changes have been delected in children with premature pubarche. These findings might be the result from past or current central nervous system dysfunction, or from increased sex steroids. In order to test the last assertion we have performed clcctroencephalographic studies in 10 patients (7F, 3M with congenital adrenal hyperplasia (CAH due to 21-hydroxylase deficiency, of whom 4 classic and 6 nonclassic forms of the syndrome. Traditional neurologic examination was performed in 7 patients, the result being considered normal

  16. Bilateral giant renal angiomyolipoma associated with hepatic lipoma in a patient with tuberous sclerosis Angiomiolipomas renais gigantes bilateralmente associados a lipoma hepático em pacientes com esclerose tuberosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edison Daniel Schneider-Monteiro

    2003-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To report a case of bilateral giant renal angiomyolipoma associated with tuberous sclerosis, with successful treatment, and to review the literature concerning angiomyolipoma treatment. CASE REPORT: Patient with tuberous sclerosis and angiomyolipoma diagnosed by ultrasonography during her pregnancy. At that time, the angiomyolipoma on the right side was 9 cm in diameter. Conservative management was selected during her pregnancy. The patient returned 7 years later, with a 24.7 x 19.2 x 10.7 cm tumor on the right side and another of 13 x 11.5 x 6.5 cm on the left side, in addition to multiple small angiomyolipomas. A nephron-sparing surgery with tumoral enucleation was performed on the right side, and after 3 months, the tumor on the left side was removed. Renal function in the post-operative period was preserved, and contrast medium progression was uniform and adequate in both kidneys. CONCLUSION: We conclude that an angiomyolipoma larger than 4 cm should be removed surgically, since they have a greater growth rate and pose a risk of hemorrhage. Resection of smaller tumors is safe and has decreased morbidity. Tumoral enucleation is an effective treatment method that preserves kidney function.OBJETIVO: Relatar um caso de angiomiolipoma gigante, bilateral, associado a esclerose tuberosa, tratado com sucesso e revisar a literatura concernente ao tratamento do angiomiolipoma. RELATO DO CASO: Paciente portadora de esclerose tuberosa, com diagnóstico de angiomiolipoma realizado por ultra-sonografia durante gestação. O tumor apresentava 9cm de diâmetro, à direita. Optou-se por conduta conservadora durante a gestação, e a paciente retornou somente 7 anos após, com tumor de 24,7 x 19,2 x 10,7 cm à direita e outro à esquerda de 13 x 11,5 x 6,5 cm, além de múltiplos angiomiolipomas pequenos. Realizada inicialmente ressecção tumoral à direita, por enucleação, com preservação do parênquima renal, e 3 meses após à esquerda. A

  17. Comparacao dos criterios RIFLE, AKIN e KDIGO quanto a capacidade de predicao de mortalidade em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Machado Levi

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: A lesão renal aguda é uma complicação comum em pacientes gravemente enfermos, sendo os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO utilizados para sua classificação. Esse trabalho teve como objetivo a comparação dos critérios citados quanto à capacidade de predição de mortalidade em pacientes gravemente enfermos. Métodos: Estudo de coorte prospectiva, utilizando como fonte de dados prontuários médicos. Foram incluídos todos os pacientes admitidos na unidade de terapia intensiva. Os critérios de exclusão foram tempo de internamento menor que 24 horas e doença renal crônica dialítica. Os pacientes foram acompanhados até a alta ou óbito Para análise dos dados, foram utilizados os testes t de Student, qui-quadrado, regressão logística multivariada e curva ROC. Resultados: A média de idade foi de 64 anos, com mulheres e afrodescendentes representando maioria. Segundo o RIFLE, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 22,58%, 24,19% e 35,48% para pacientes sem lesão renal aguda e em estágios Risk, Injury e Failure, respectivamente. Quanto ao AKIN, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 12,90% e 40,32% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. Considerando o KDIGO 2012, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 11,29% e 41,94% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. As três classificações apresentaram resultados de curvas ROC para mortalidade semelhantes. Conclusão: Os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO apresentaram-se como boas ferramentas para predição de mortalidade em pacientes graves, não havendo diferença relevante entre os mesmos.

  18. Trasplante renal en pacientes con anticuerpos dirigidos contra donante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Federico Cicora

    2014-10-01

    Full Text Available En trasplante renal, los anticuerpos donante-específicos por ensayos de fase sólida predicen el rechazo temprano mediado por anticuerpos, incluso con resultados negativos de citometría de flujo o citotoxicidad dependiente del complemento. Aquí se describen los protocolos de inmunosupresión y los resultados a diez meses de cuatro pacientes en los que se detectó anticuerpos donante-específicos anti-antígenos leucocitarios humanos (HLA por Luminex®, pero no detectados por el método de citotoxicidad dependiente de complemento (CDC ni por citometría de flujo. Los cuatro pacientes recibieron tratamiento de inducción con 5 dosis de timoglobulina de 1.25 mg/kg y 5 dosis de inmunoglobulina intravenosa (IVIG de 400 mg/kg. Además, uno recibió 20 mg de basiliximab el mismo día del trasplante y el día 4 postrasplante; otro recibió 3 sesiones de plasmaféresis en los días -5, -3, y -1 y eculizumab en dosis de 1200 mg antes del trasplante, 900 mg el día 1, and 600 mg por semana durante un mes. En todos los casos, la inmunosupresión de mantenimiento consistió en tacrolimus, micofenolato y deltisona. Todos presentaron buenos resultados en el corto plazo. Nuestra experiencia sugiere que los pacientes con anticuerpos donante-específicos anti-HLA detectados solo por Luminex® deben recibir un seguimiento estricto y que en esta población se pueden obtener buenos resultados a partir del uso de terapia de inducción con timoglobulina e IVIG.

  19. TEMPERATURAS DAS DIETAS DE PACIENTES SERVIDAS EM UM HOSPITAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Kelly de Sena Souza

    2016-08-01

    Full Text Available Para que o alimento possa cumprir seu papel de mantenedor do estado nutricional dos pacientes, é preciso considerar a composição nutricional, a qualidade microbiológica e os aspectos organolépticos da refeição. Nesse contexto, este estudo teve por objetivo avaliar a temperatura das preparações destinadas aos pacientes de um hospital particular em São Paulo. As refeições são acondicionadas em dois tipos de recipientes: pratos retornáveis e pratos térmicos descartáveis capazes de suportar reaquecimento em forno micro-ondas. Neste trabalho, foram analisadas as dietas oferecidas no almoço e jantar dos pacientes em sete refeições. A temperatura foi aferida na montagem, e antes da entrega ao paciente com um termômetro a laser. Todos os alimentos apresentaram temperaturas corretas ao final da cocção, porém apenas 5,4% das preparações se encontravam em temperatura de segurança no momento da montagem das bandejas dos pacientes. Nas copas, 8,9% das preparações se encontravam abaixo da temperatura correta, após o reaquecimento. Apesar do reaquecimento final possivelmente melhorar a aceitação da dieta, a qualidade microbiológica pode estar comprometida, uma vez que os alimentos foram mantidos em temperatura inadequada entre uma e duas horas. Torna-se necessário investimento em novos equipamentos no local de produção, para evitar perda da temperatura antes da montagem das bandejas com consequente aumento do tempo de exposição dessas preparações em temperaturas inadequadas, além de manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos utilizados no local de distribuição, treinamento dos funcionários e monitoramento constante da temperatura durante todo processo produtivo.

  20. Níveis séricos de vitamina D e periodontite crônica em pacientes com doença renal crônica Serum levels of vitamin D and chronic periodontitis in patients with chronic kidney disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jessica do Amaral Bastos

    2013-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO A concomitância de periodontite crônica (PC em pacientes com doença renal crônica (DRC tem sido associada a desfechos adversos. A deficiência de vitamina D (25(OHD parece desempenhar papel importante na PC e níveis inadequados de vitamina D têm sido descritos em pacientes com DRC. OBJETIVO: Examinar a relação entre níveis séricos de vitamina D e PC em pacientes com DRC pré-dialítica. MÉTODO: Estudo de caso-controle, definidos, respectivamente, como pacientes com DRC e PC e DRC sem PC. Os dados demográficos, de exame físico e laboratoriais foram obtidos no dia da consulta. A DRC foi definida e estagiada segundo a NKF QDOKI TM. Os níveis séricos de 25(OH D foram dosados por quimioluminescência quando da avaliação da PC, a qual foi caracterizada segundo os critérios de Academia Americana de Periodontologia (1999. Os resultados de 25(OHD foram estratificados em deficiência ( 30 ηg/mL. RESULTADOS: Um total de 29 pacientes foram estudados, 15 no grupo caso e 14 no grupo controle. Os pacientes casos apresentaram mediana de 25(OH D inferior a dos pacientes controles (22,6 vs. 28,6 ηg/mL; p INTRODUCTION: Concomitance of chronic periodontitis (CP in patients with chronic kidney disease (CKD have been associated with adverse outcomes. Vitamin D (25(OHD deficiency my play a role in CP and inadequate vitamin D status is common among patients with CKD. OBJECTIVE: To examine the relationship between vitamin 25(OHD and CP in patients with CKD not yet on dialysis. METHOD: A case-control study was conducted. Cases and controls were defined as patients with CKD with and without CP, respectively. The demographic, clinical and laboratory data were obtained when the patient was attended in the outpatient clinic. CKD was defined and staged according to the NKF QDOKI TM. Serum 25(OH D levels were measured by chemiluminescence when assessing the CP, which was definined according to the American Academy of Periodontoly (1999. Serum

  1. Quality of life in patients with chronic renal failure Qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karine Desirée Guedes

    2012-05-01

    Full Text Available Introduction: Among the chronic course diseases, chronic kidney disease requiring dialysis is one of those that generate the greatest impact on patient´s quality of life. Objective: To characterize the impact of renal replacement therapy on the quality of life in patients with chronic renal failure. Materials and Methods: This is a literature review conducted in the Bireme database using the following descriptors: quality of life, hemodialysis and chronic renal failure. Results: The search resulted in eight complete scientific papers published between 2003 and 2010. The presence of a chronic disease, the need to commit to a long treatment, the reduction of social life and especially the physical limitations imposed by the treatment are the main causes of poor quality of life in these patients. Conclusion: The papers have showed a reduction in the quality of life of patients with chronic renal failure undergoing renal replacement therapy, indicating that the worst scores on scales that assess the quality of life are related to the sex, longer treatment duration and the age.Introdução: Entre as doenças de curso crônico, a doença renal crônica dialítica está entre as que geram maior impacto na qualidade de vida do paciente. Objetivo: Caracterizar o impacto do tratamento renal substitutivo na qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica. Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão de literatura feita na base de dados da Bireme com os descritores qualidade de vida, hemodiálise e insuficiência renal crônica. Resultados: A pesquisa resultou em oito artigos científicos completos publicados entre 2003 e 2010. A presença de uma doença crônica, a necessidade de submissão a um tratamento longo, a diminuição da vida social e principalmente as limitações físicas impostas pelo tratamento são as principais causas da baixa qualidade de vida desses pacientes. Conclusão: Os artigos mostraram uma redução na

  2. Qualidade de vida em pacientes coronariopatas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília Bueno Jayme Gallani

    2003-02-01

    Full Text Available Este estudo comparou as medidas de qualidade de vida (QV entre 49 sujeitos com infarto do miocárdio (IM e 27 com angina pectoris (AP, atendidos em ambulatório em um hospital universitário. Os dados foram obtidos por meio da aplicação de um questionário para levantamento de dados sociodemográficos e clínicos e do instrumento SF-36 para avaliação da QV. Constatou-se, em ambos os grupos, comprometimento da QV nas dimensões: aspectos físicos, dor, estado geral de saúde, vitalidade, aspectos sociais e saúde mental. Variáveis sociodemográficas e clínicas foram associadas com menores escores de QV em diferentes dimensões. Estudos futuros devem ser conduzidos, visando a ampliação do tamanho da amostra, e a compreensão da magnitude do efeito destas variáveis sobre a QV do coronariopata.

  3. Anestesia para craniotomia em paciente acordado: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Davi Bolzani

    2013-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Alguns procedimentos intracranianos são possíveis com pacientes acordados e os desafios vão da cooperação do paciente até a homeostasia. O objetivo é apresentar um caso de cirurgia intracraniana para exérese de tumor em lobo parietal esquerdo com o paciente em estado vígil. RELATO DE CASO: Após seleção do paciente e preparo psicológico, foi esclarecida e aceita a proposta de exérese de lesão parietal esquerda em estado vígil. Administraram-se propofol e remifentanil em perfusão contínua para manter o escore de Ramsay entre 2-3. Foi feito um bloqueio bilateral do escalpo com ropivacaína. Foi instalado o fixador de Mayfield e os campos cirúrgicos foram ajustados para manter vias aéreas e olhos acessíveis para o mapeamento com eletroestimulação e exérese da lesão. Para incisão da dura-máter foi aplicada uma compressa com lidocaína 2% por três minutos. A cirurgia transcorreu sem intercorrências. O paciente recebeu alta hospitalar no sétimo dia de internação sem apresentar complicação. CONCLUSÃO: Apesar de ser um desafio manter analgesia e estabilidade hemodinâmica com o paciente acordado, a infusão alvo-controlada do propofol estabeleceu o nível de consciência desejado; a do remifentanil titulou a analgesia e a sedação sem o acúmulo da droga e o bloqueio com a ropivacaína, uma analgesia satisfatória. Concluímos que a técnica anestésica foi satisfatória para nosso paciente.

  4. Agenesia renal unilateral e criptorquidismo ipsilateral em um felino: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E.R. Santos

    2015-04-01

    Full Text Available A agenesia renal é uma afecção congênita rara na espécie felina, frequentemente associada a uma malformação reprodutiva. O presente trabalho relata o caso de um felino com agenesia renal unilateral associada a criptorquidismo ipsilateral, com ênfase no diagnóstico, tratamento e acompanhamento. O paciente foi conduzido ao Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul para avaliação de criptorquidismo. A agenesia renal foi um achado durante a ecografia abdominal do felino. Durante a laparotomia, foi confirmada a ausência do rim e ureter direito, hipertrofia do rim esquerdo e presença de um testículo ectópico. O paciente teve alta após a recuperação anestésica e se mantém clinicamente estável, transcorridos seis meses da cirurgia. A agenesia renal unilateral é uma condição compatível com a vida, contanto que o rim existente apresente funcionamento aceitável. Assim, sugere-se que a possibilidade de rim único em felinos criptorquidas deve ser investigada sempre que possível, tendo em vista a alta correlação entre essas malformações, e objetivando um acompanhamento da função renal do paciente ao longo da vida.

  5. Acatisia associada à bromoprida em um paciente deprimido usando fluvoxamina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tábita Juliana Tomelin

    2012-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A acatisia é definida clinicamente como uma sensação de agitação associada à necessidade de produção de movimentos, comumente deflagrada por bloqueadores dopaminérgicos, como os neurolépticos, podendo ocorrer também durante o tratamento com inibidores seletivos de recaptação de serotonina. É possível que drogas não psiquiátricas que bloqueiem receptores dopaminérgicos, como a bromoprida, possam causar sintomas extrapiramidais. OBJETIVOS: Descrever um desfecho desfavorável caracterizado por acatisia em um paciente depressivo previamente estabilizado com fluvoxamina, após usar bromoprida. MÉTODOS: Descrição de um caso. RESULTADOS: Sr. J., paciente deprimido de 47 anos, estava estabilizado com fluvoxamina 200 mg por dia. Iniciou abruptamente com quadro de inquietação e necessidade de produzir movimentos voluntariamente a fim de aliviar esse desconforto. Há quatro dias havia iniciado o uso de bromoprida 30 mg por dia para tratamento de dispepsia. A suspensão da bromoprida promoveu alívio imediato dos sintomas. CONCLUSÃO: A bromoprida, um bloqueador dopaminérgico, pode ter deflagrado acatisia em um paciente em uso de fluvoxamina. Os mecanismos farmacológicos relacionados a esse desfecho são discutidos.

  6. Alterações odontológicas em pacientes urêmicos em hemodiálise e suas possíveis correlações com neuropatias de nervos cranianos

    OpenAIRE

    2006-01-01

    Este trabalho analisa alterações odontológicas em pacientes com insuficiência renal crônica, em programa de hemodiálise. As alterações odontológicas estudadas foram índice de dentes cariados, perdidos e obturados (CPOD), presença ou ausência de doença periodontal, número de desdentados totais e parciais. Os pacientes foram submetidos a exame neurológico dos nervos cranianos. Foi determinado o pH da saliva antes e após diálise. Dentre os 44 pacientes estudados, foram encontrados 23 desdentados...

  7. Montreal Cognitive Assessment (MoCA no rastreio de comprometimento cognitivo leve (CCL em pacientes com doença renal crônica (DRC pré-dialítica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilise de Andrade Paraizo

    2016-03-01

    Full Text Available Resumo Introdução: Indivíduos com doença renal crônica (DRC têm grande risco de desenvolver comprometimento cognitivo (CC, inicialmente leve (CCL, passível de identificação, mas ainda subdiagnosticado e subtratado. O Montreal Cognitive Assessment (MoCA vem sendo indicado para rastreio de CCL na DRC. Objetivo: Avaliar o CCL em indivíduos com DRC pré-dialítica. Métodos: O estudo foi realizado em 72 indivíduos, não idosos, com DRC nos estágios pré-dialíticos. A avaliação neuropsicológica incluiu: o teste de cognição global MoCA; o teste do relógio (TDR; o Digit Span ordem direta (DOD e inversa (DOI; o teste de fluência verbal (FV, fonêmica (FAS e semântica (animais; o punho-borda-mão (PBM; e de memória 10 figuras. Resultados: A média de idade dos participantes foi de 56,74 ± 7,63 anos, com predominância de homens (55,6%, com escolaridade ≥ 4 anos (84,3%, a maioria com DRC 1, 2 e 3a e 3b (67,6%, hipertensa (93,1% e diabética (52,1%. O CC (MoCA ≤ 24 foi observado em 73,6% dos usuários. Não encontramos associação das variáveis demográficas e clínicas com CC, mas tendência de associação com a idade (p = 0,07, com a escolaridade (p = 0,06 e com o DM (0,06. Os testes de função executiva, TDR, DOI e PBM, isoladamente, apresentaram boa sensibilidade e valor preditivo negativo comparados ao MoCA para a identificação de CC e, em conjunto, foram capazes de predizer o resultado do MoCA. Conclusão: O CCL é frequente em usuários não idosos com DRC pré-dialítica. O TDR, DOI e PBM associados são equivalentes ao MoCA na identificação do CC nessa população, sugerindo comprometimento de funções executivas.

  8. Correlacao do EuroSCORE com o surgimento de lesao renal aguda pos-operatoria em cirurgia cardiaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edmilson Bastos de Moura

    2013-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar se há correlação entre valores do EuroSCORE e o risco de desenvolver lesão renal aguda em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, realizado em hospital terciário, em pacientes consecutivos com indicação para abordagem cirúrgica cardíaca (valvares, isquêmicas e congênitas entre outubro de 2010 a julho de 2011. RESULTADOS: Foram avaliados cem pacientes. Destes, seis foram excluídos (cinco por doença renal ou terapia dialítica prévias e um devido a informações incompletas no prontuário médico. As principais indicações cirúrgicas foram revascularização miocárdica em 55 pacientes (58,5% dos casos e trocas valvares em 28 pacientes (29,8%. Conforme o EuroSCORE, 55 pacientes foram classificados como risco alto (58,5%, 27 pacientes como risco médio (28,7% e 12 pacientes como risco baixo (12,8%. No período pós-operatório, 31 pacientes (33% evoluíram com aumento da creatinina sérica (18 (19,1% RIFLE "R"; 7 (7,4% RIFLE "I"; e 6 (6,5% RIFLE "F". Na amostra considerada de alto risco pelos critérios do EuroSCORE, 24 pacientes (43,6% apresentaram comprometimento renal agudo. Nos pacientes classificados como de médio e de baixo risco, ocorreu lesão renal aguda em 18,5 e 16,6% dos casos, respectivamente. A associação entre a estratificação de risco (baixo, médio e alto do EuroSCORE e o escore do RIFLE pós-operatório foi estatisticamente significante (p=0,03. CONCLUSÃO: Na população estudada, houve correlação estatisticamente significante entre o EuroSCORE e o risco de desenvolvimento de lesão renal aguda no pós-operatório de cirurgia cardíaca.

  9. Impacto da terapia renal substitutiva na funcao respiratoria de pacientes sob ventilacao mecanica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Maia Lopes

    2013-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o comportamento da oxigenação e da mecânica ventilatória em pacientes com suporte ventilatório após a realização de hemodiálise. MÉTODOS: Estudo realizado na unidade de terapia intensiva geral de um hospital público terciário. Foram incluídos pacientes maiores de 18 anos, sob ventilação mecânica, com necessidade de suporte dialítico. Cada paciente foi submetido a duas avaliações (pré e pós-diálise referentes a parâmetros cardiovasculares e ventilatórios, mecânica ventilatória e avaliação laboratorial. RESULTADOS: Foram incluídos 80 pacientes com insuficiência renal aguda e crônica. A análise da mecânica ventilatória demonstrou que houve redução da pressão de platô e aumento da complacência estática, após diálise, independentemente da redução da volemia. Pacientes com insuficiência renal aguda também apresentaram redução da pressão de pico (p=0,024 e aumento da complacência dinâmica (p=0,026, enquanto pacientes com insuficiência renal crônica apresentaram aumento da pressão resistiva (p=0,046 e da resistência do sistema respiratório (p=0,044. No grupo de pacientes sem perda volêmica, após diálise, observou-se aumento da pressão resistiva (p=0,010 e da resistência do sistema respiratório (p=0,020, enquanto no grupo com perda >2.000mL observou-se redução da pressão de pico (p=0,027. Não houve alteração na PaO2 e nem na relação PaO2/FiO2. CONCLUSÃO: A hemodiálise foi capaz de alterar a mecânica do sistema respiratório, especificamente reduzindo a pressão de platô e aumentando a complacência estática, independente da redução da volemia.

  10. Declínio cognitivo, depressão e qualidade de vida em pacientes de diferentes estágios da doença renal crônica Cognitive decline, depression and quality of life in patients at different stages of chronic kidney disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Aparecida de Lima Condé

    2010-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os pacientes portadores de doença renal crônica constituem uma população de alto risco para o declínio cognitivo, pois, frequentemente, são usuários de "polifarmácias" e apresentam comorbidades como diabetes e hipertensão arterial. OBJETIVO: Avaliar a função cognitiva, a depressão e a qualidade de vida de pacientes em diferentes estágios da doença renal crônica. MÉTODO: Estudo transversal realizado nos meses de junho a dezembro de 2007, em 119 pacientes, sendo 27 em diálise peritoneal, 30 em hemodiálise, 32 em pré-diálise e 30 com hipertensão arterial. Realizou-se bateria de testes: Mini-mental, Teste de Fluência Verbal, Dígitos, Teste do Relógio, Códigos, SF-36 (Qualidade de Vida e Inventário Beck de Depressão. Coletaram-se dados clínicos e laboratoriais dos pacientes e foi feita sondagem, análise de prontuário, sobre uso de medicamentos. RESULTADOS: Não se observou diferença na média de idade dos pacientes nos diferentes grupos. Não houve diferença estatística na avaliação do MEEM (p = 0,558. Os pacientes em hemodiálise apresentaram pior performance nos testes de avaliação cognitiva Dígitos ordem direta (p = 0,01 e Relógio (0,02 e, no teste Código (p = 0,09, houve uma tendência de pior desempenho. O pior resultado no teste de Fluência Verbal foi observado nos pacientes do grupo da pré-diálise. Não houve diferença entre os grupos quanto ao nível de depressão e qualidade de vida. CONCLUSÃO: Esses resultados evidenciam a ocorrência de déficit cognitivo nos pacientes com DRC, notadamente naqueles tratados pela hemodiálise, e sugerem a necessidade de se realizar estudos longitudinais para confirmar ou não a influência do tratamento dialítico no declínio cognitivo.INTRODUCTION: Patients with chronic kidney disease constitute a population at high risk for cognitive decline. Therefore they are often users of "polypharmacy" and present comorbidities such as diabetes and

  11. Colecistectomia videolaparoscópica em 960 pacientes idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Ricardo Loureiro

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o tempo operatório, a permanência hospitalar, a taxa de conversão, a morbidade e a mortalidade de pacientes idosos submetidos à colecistectomia videolaparoscópica por doença da vesícula biliar. MÉTODOS: Estudo descritivo, retrospectivo, realizado no prontuário de 960 pacientes, de ambos os sexos, com idade entre 60 e 97 anos no período de janeiro de 1993 a agosto de 2009. RESULTADOS: O tempo operatório variou de nove a 180 minutos. O tempo de internação variou de 24 a 120 horas. A conversão ocorreu em 28 pacientes (2,92%, dos quais 67,9% eram mulheres e 28,6% homens tendo sido em 11 casos (39,3% realizada minilaparotomia e em 17 (60,7% a via aberta convencional. As intercorrências no transoperatório foram duas rupturas da vesícula biliar, uma falha no pneumoperitônio e uma na clipagem do ducto cístico. No pós-operatório observaram-se cinco hérnias umbilicais incisionais. As complicações sistêmicas foram: nove arritmias cardíacas, uma icterícia pós-operatória, um infarto agudo do miocárdio e um infarto enteromesentérico. Mortalidade ocorreu em três pacientes (0,3%, um por infarto agudo do miocárdio no transoperatório, uma sepse e um infarto enteromesentérico. CONCLUSÃO: Os pacientes idosos submetidos à colecistectomia videolaparoscópica apresentaram baixo tempo de internação hospitalar e baixa morbimortalidade. O tempo operatório e o de internação hospitalar foram curtos, demonstrando que a colecistectomia videolaparoscópica é procedimento seguro e eficaz nos idosos.

  12. Anestesia para cesariana em paciente com siringomielia lombar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lakshmi Jayaraman

    2011-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Siringomielia é uma condição neurológica incomum caracterizada pela presença de uma cavidade cística expansiva na medula espinhal, resultando em várias manifestações neurológicas. O objetivo deste relato de caso é destacar a segurança da anestesia geral nesse grupo de pacientes. RELATO DO CASO: Primigesta de 28 anos, com diagnóstico de siringomielia lombar, foi programada para cirurgia de cesareana (CC. A cirurgia foi realizada sob anestesia geral, sem complicações. A anestesia geral foi escolhida no caso dessa paciente para evitar qualquer manipulação do espaço subaracnoideo no bloqueio do neuroeixo central, o que poderia levar a alterações da pressão intracraniana ou agravamento de sintomas neurológicos. Foi utilizado rocurônio, considerando que evita aumento de pressão no líquido cefalorraquidiano e hipercalemia, que podem ser vistos com succinilcolina. CONCLUSÕES: A anestesia geral pode ser usada com segurança em pacientes portadores de siringomielia. Devem-se tomar precauções para evitar aumento da pressão intracraniana e o bloqueio neuromuscular deve ser monitorado.

  13. Paniculite criptocócica em transplantado renal Cryptococcal panniculitis in a renal transplant recipient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz M. Trope

    2008-06-01

    Full Text Available Os autores relatam um caso de paniculite criptocócica em paciente transplantado renal inicialmente tratado como celulite bacteriana. O diagnóstico definitivo só foi possível pela impressão clínica dermatológica confirmada pelo exame micológico. O tratamento foi realizado a princípio com anfotericina B e posteriormente com fluconazol, considerando-se as interações das drogas imunossupressoras utilizadas para evitar rejeição. A regressão clínica foi alcançada no sexto mês de tratamento, que, no entanto, foi mantido por 12 meses. São feitas considerações a respeito dessa forma rara de criptococose cutânea em transplantado de órgão sólido e suas implicações diagnósticas e terapêuticas.The authors report a case of cryptococcal panniculitis in a renal transplant recipient,which was initially mistaken for bacterial cellulitis. Dermatological evaluation and laboratory studies led to the definitive diagnosis. Treatment was started with amphotericin B, followed by oral fluconazol, taking into consideration their interactions with the immunossupressive drugs. Even though clinical improvement was attained after six months, treatment was maintained during a whole year. We discuss this rare presentation of cutaneous cryptococcosis in a solid organ transplant recipient, as well as its diagnosis and therapy.

  14. Compromiso renal en pacientes HIV+ Renal abnormalities in HIV infected patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Marta Pernasetti

    2010-06-01

    Full Text Available Varias complicaciones nefrológicas pueden ocurrir durante la infección por el virus de la inmunodeficiencia humana (HIV especialmente en estadios avanzados de la enfermedad o relacionadas con otras infecciones o drogas. Poco conocida es la prevalencia de alteraciones renales subclínicas de pacientes HIV+ surgidas como complicación o relacionadas a la infección y/o tratamiento. Realizamos un corte transversal de pacientes asintomáticos HIV+ referidos en forma consecutiva al consultorio de nefrología para la detección de alteraciones nefrológicas. Se estudiaron 52 pacientes adultos mediante exámenes de sangre y orina, ultrasonido y biopsia renal. Edad media 39.9 ± 10.6 años, 88% varones, tiempo de diagnóstico de la infección: 53.2 ± 41.2 (2-127 meses. El 71% tenían síndrome de inmunodeficiencia adquirida (HIV-sida y el 77% recibían con antirretrovirales. La carga viral al momento del estudio fue 7043 ± 3322 copias y el recuento de CD4+ 484 ± 39 cel/mm³. El 30.7% presentó alteraciones del sedimento urinario: albuminuria: 16.6%, hematuria microscópica: 11.5%, hipercalciuria: 10.8% y cristaluria 6%. La media del filtrado glomerular fue 102.2 ± 22.9 ml/min (rango: 34-149. El 41% presentó anormalidades que corresponderían a enfermedad renal crónica (estadios 1 a 3. Los pacientes con alteraciones tenían mayor edad, con duración más prolongada de la infección. Las anomalías renales no se asociaron con mayor prevalencia de HIV-sida. Dos pacientes fueron biopsiados, con hallazgos de nefritis túbulo-intersticial crónica con cristales y glomerulonefritis por IgA. No hubo hallazgos de nefropatía por HIV. El amplio espectro y la alta prevalencia de anormalidades nefrológicas subclínicas encontradas sugieren que los pacientes asintomáticos HIV+ deberían realizar evaluaciones nefrológicas de rutina.Several renal complications may occur during HIV infection, especially in advanced stages related to HIV, to other infectious

  15. Uso excessivo do cateter vesical em pacientes internados em enfermarias de hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucieni de Oliveira Conterno

    2011-10-01

    Full Text Available Este estudo de corte incluiu 254 pacientes adultos que usaram cateter vesical (CV durante a hospitalização em enfermarias de um hospital universitário. Foram avaliados: utilização do cateter, indicação, tempo de permanência, densidade de infecção urinária, mortalidade e permanência hospitalar. Durante o período de estudo, 14% dos pacientes internados usaram CV, totalizando 1.735 CV-dia. Em 23% dos casos, o procedimento não foi prescrito, nem sua indicação foi documentada. O tempo médio de uso do CV foi de 6,8 dias. Entre os pacientes clínicos, a indicação do CV foi inadequada em 29%; o tempo de permanência foi considerado inadequado em 49% dos pacientes clínicos e em 66,9% dos pacientes cirúrgicos. Pacientes com uso inadequado do CV tiveram mais infecção do trato urinário (RR 1,86 IC95% 1,4 a 3,04 e maior tempo de permanência hospitalar (11,9 e 8,9 dias, p=0,002. O estudo permitiu identificar no processo assistencial falhas potencialmente modificáveis e importantes para a prevenção da infecção do trato urinário por cateter vesical.

  16. Perfil clínico-epidemiológico dos pacientes em programa crônico de hemodiálise em João Pessoa - PB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Homero Medeiros de Oliveira Junior

    2014-09-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC, considerada por alguns autores como uma epidemia deste século, relaciona-se diretamente com as doenças crônicas como diabetes (DM e hipertensão arterial sistêmica (HAS e ao aumento global da expectativa de vida da população. Objetivo: O objetivo deste estudo foi traçar o perfil epidemiológico dos pacientes em programa de hemodiálise (HD em uma capital brasileira. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de amostra aleatória de conveniência, utilizando um questionário aplicado em 245 pacientes entre agosto de 2011 e março de 2012. Todos pacientes entrevistados estavam em programa de HD nos três serviços de Nefrologia credenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS em João Pessoa - PB. Resultados: Dos entrevistados, 61% eram do sexo masculino, 66% apresentavam união estável e 44,5% eram brancos. Aproximadamente 50% eram da faixa etária de 40 a 59 anos e 51% não moravam no município de João Pessoa. As etiologias mais prevalentes foram HAS (38% e DM (13%. As comorbidades mais prevalentes foram retinopatia diabética (15,5% e neuropatia periférica (13,5%. Noventa e dois por cento referiram algum episódio de internação hospitalar. O acesso vascular temporário foi usado em 100% dos pacientes na primeira diálise. Conclusão: Os resultados deste estudo sinalizam a importância do melhor acompanhamento pré-dialítico desses pacientes, o que poderia reduzir a morbimortalidade.

  17. Qualidade do sono em pacientes fibromiálgicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Florinda Freire Moro

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a qualidade do sono em paciente fibromiálgicos, identificando seus principais hábitos noturnos e verificando os possíveis fatores que influenciam na qualidade do sono. Métodos: Pesquisa observacional, transversal, de caráter quantitativo, realizada em ambulatório de fisioterapia no período março a abril de 2012. Participaram 24 pacientes fibromiálgicos, independente do sexo e idade. Aplicou-se um questionário baseado no Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI para avaliar a qualidade e hábitos noturnos. As informações foram analisadas através de estatística descritiva. Resultados: Em relação à latência do sono, apenas 1 (4,2% leva para dormir um tempo menor ou igual a 15 min e 19 (79,2% apontaram dificuldade de “não adormecer em até 30 min” por mais de 3 vezes por semana. O componente “sentir dor” e o “acordar no meio da noite” tiveram maiores influências no distúrbio do sono destes pacientes. Quanto à duração do sono, 7 (29,2% dormem menos que 5 horas. Sobre a eficiência do sono, 12 (50,0% possuíam uma eficiência do sono superior a 85%, 10 (41,7% possuíam eficiência do sono entre 75-84% e apenas 2 (8,33% eficiência de 65-74%. Quanto ao uso de medicação para dormir, 12 (50% não usaram durante o mês e 12 (50% usavam entre 3 ou mais vezes durante a semana. Conclusão: Os pacientes com fibromialgia no presente estudo apresentaram um declínio na qualidade e eficiência do sono, sendo influenciados pela latência e duração do sono, presença de dor e despertar noturno.

  18. Síndrome hemolítico-urêmica causada por gencitabina em uma paciente jovem com colangiocarcinoma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    John Fredy Nieto-Ríos

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo A gencitabina é um fármaco utilizado no tratamento de vários tipos de neoplasias malignas. Há poucas descrições de associação entre a droga e a síndrome hemolítico-urêmica (SHU, apesar de os pacientes em questão terem ido a óbito em pelo menos 50% dos casos. O presente artigo relata o caso de uma paciente com 25 anos de idade em remissão diagnosticada com colangiocarcinoma que apresentou anemia hemolítica microangiopática acompanhada de insuficiência renal aguda anúrica após cinco ciclos de quimioterapia com gencitabina; as manifestações eram condizentes com SHU causada pelos efeitos colaterais do medicamento. A administração de gencitabina foi interrompida, e a paciente foi tratada com hemodiálise, transfusões de sangue, trocas de plasma, corticosteroides, doxiciclina e rituximabe. Foi atingido um desfecho favorável; mais especificamente, a hemólise foi controlada e a função renal foi plenamente restabelecida.

  19. Perfil cardiovascular em pacientes com apneia obstrutiva do sono

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Dumas Cintra

    2011-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Apneia Obstrutiva do Sono (AOS é um fator de risco para várias condições cardiovasculares incluindo aumento na mortalidade cardiovascular. Sendo assim, é essencial o conhecimento das principais repercussões cardiovasculares dos distúrbios respiratórios do sono durante uma avaliação clínica. OBJETIVO: Analisar as características cardiovasculares de pacientes com AOS. MÉTODOS: Pacientes submetidos a polissonografia basal foram consecutivamente selecionados do banco de dados do Instituto do Sono entre março de 2007 e março de 2009. Todos os pacientes foram orientados a comparecer ao ambulatório para coleta de sangue, exame físico, eletrocardiograma de 12 derivações, espirometria, teste cardiopulmonar em esteira ergométrica e ecocardiograma transtorácico. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética e pesquisa e registrado no site http://clinicaltrials.gov/ sob o número: NCT00768625. RESULTADOS: Foram analisados 261 pacientes e 108 controles. As principais características dos pacientes com AOS foram: obesidade, hipertensão, baixos níveis plasmáticos de lipoproteínas de alta densidade (HDL e aumento no diâmetro do átrio esquerdo quando comparados com controles (3,75 ± 0,42; 3,61 ± 0,41, p = 0,001, respectivamente. Essas características associadas correspondem a um acréscimo de 16,6 vezes na probabilidade de ocorrência de AOS independentemente do relato de algum sintoma dessa desordem, como sonolência ou ronco. CONCLUSÃO: Na amostra avaliada, o perfil cardiovascular dos pacientes com AOS mais encontrado foi: obesidade, hipertensão arterial, baixos níveis plasmáticos de HDL e átrio esquerdo com diâmetro aumentado.

  20. Anestesia em paciente com saturnismo: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Mauro Alvim de Lima

    2012-12-01

    Full Text Available JUSTICATIVA E OBJETIVOS: O saturnismo decorre da intoxicação crônica pelo chumbo, comum após exposição ocupacional. Projéteis retidos no corpo podem resultar em elevados níveis plasmáticos de chumbo com inúmeras repercussões clínicas, principalmente neurológicas. Apresentamos um caso de paciente sintomático, sem diagnóstico, que foi detectado durante visita pré-anestésica. RELATO DO CASO: Paciente apresentado para retirada de projétil alojado em joelho esquerdo há 14 anos, com polineuropatia sem investigação. Durante visita pré-anestésica foi levantada a hipótese de saturnismo, confirmada pelos altos níveis plasmáticos de chumbo (129 µg.dL-1. A cirurgia foi realizada sob anestesia geral antes do início da quelação do chumbo. Durante indução anestésica, o paciente evoluiu com apneia, sem rigidez torácica após 50 µg de fentanil. CONCLUSÃO: A intoxicação por chumbo interfere com a função de diversos órgãos e sistemas, altera o metabolismo oxidativo e os mecanismos intracelulares de sinalização. O acometimento neurológico, com redução da condução neural merece especial atenção do anestesiologista.

  1. Impacto do complemento serico na evolução de pacientes portadores de Lupus Eritematoso Sistemico submetidos ao tranplante renal

    OpenAIRE

    Andre Luis Signori Baracat

    2007-01-01

    Resumo: Introdução: O transplante renal é considerado um procedimento seguro em pacientes portadores de insuficiência renal crônica por nefropatia lúpica. Porém, a recorrência da doença e seu impacto sobre a sobrevida do enxerto permanecem controversos. Objetivo e Metodologia: Analisar a presença de atividade lúpica sorológica durante a diálise e o impacto da recorrência lúpica após o transplante renal, através de um estudo retrospectivo de 23 pacientes lúpicos que receberam 26 transplantes r...

  2. Efeitos da redução da concentração de sódio de diálise sobre o volume de água corporal e marcadores inflamatórios em pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico

    OpenAIRE

    Beduschi, Gabriela de Carvalho

    2011-01-01

    O risco de morte por doenças cardiovasculares (DCV) em pacientes tratados por hemodiálise (HD) crônica é 10 a 20 vezes maior que o da população geral. Muitos mecanismos têm sido propostos para a gênese das DCV nesses pacientes, como hipervolemia, hipertensão arterial, dislipidemia e elevação do produto cálcio-fósforo, sendo que atualmente a inflamação tem sido apontada como fator de risco independente e associada óbito por essas doenças. Recentemente, a possibilidade da expansão de volume ser...

  3. Sobrecarga de trabalho da Enfermagem e incidentes e eventos adversos em pacientes internados em UTI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Cristina Zago Novaretti

    2014-10-01

    Full Text Available Estudo prospectivo, tipo coorte que visou identificar a influência da sobrecarga de trabalho da Enfermagem na ocorrência de incidentes sem lesão e eventos adversos em 399 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI. Para coleta de dados, foi aplicado um questionário estruturado e feita análise de prontuários. Nessas admissões, aproximadamente 78% dos incidentes sem lesão e eventos adversos em pacientes foram relacionados à esfera da Enfermagem. Essas ocorrências foram atribuídas à sobrecarga de trabalho, aumentaram o número de dias de internação e o risco de óbito dos pacientes estudados. É fundamental que os gerentes de enfermagem atuem no processo de gestão de pessoas no âmbito hospitalar, evitando a sobrecarga de trabalho e proporcionando, consequentemente, aumento da segurança do paciente.

  4. Doenças renais em pacientes idosos submetidos à biópsia percutânea de rins nativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudine Maria Jorge de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Tem ocorrido aumento da população de idosos e estes vêm envelhecendo em melhores condições clínicas do que no passado. Entretanto, a distribuição e evolução das doenças renais nos idosos ainda são pouco conhecidas, em parte devido à resistência em indicar biópsia renal. OBJETIVO: Avaliar a distribuição, a evolução e as características clínicas das nefropatias diagnosticadas por biópsia em pacientes idosos. PACIENTES E MÉTODOS: Foram avaliadas todas as biópsias renais percutâneas de rins nativos. Elas foram realizadas entre janeiro de 1990 e dezembro de 2006 em 71 pacientes com idade mínima de 60 anos (67,3 ± 6,5 anos, sendo 47 do gênero masculino e 24 do feminino. Os pacientes foram agrupados conforme a indicação clínica da biópsia. RESULTADOS: Síndrome nefrótica foi verificada em 35 pacientes (49,3% associada, na maioria dos casos, à nefropatia membranosa (17 casos, seguida por amiloidose e glomeruloesclerose segmentar e focal com 7 casos cada. Hipótese diagnóstica de injúria renal aguda (IRA, com 19 pacientes, teve como principais diagnósticos a necrose tubular aguda (6 casos e a nefropatia do cilindro (3 casos. Dentre os 19 casos, apenas dois tiveram evolução satisfatória, enquanto os demais morreram precocemente ou evoluíram para doença renal avançada. Doze pacientes biopsiados por hematúria ou proteinúria assintomática tiveram diagnósticos variados, mas a maioria já apresentava nefropatia crônica relevante. Biópsia por síndrome nefrítica ocorreu em 5 casos, também com diagnósticos variados. CONCLUSÕES: Síndrome nefrótica foi a principal indicação de biópsia renal com a nefropatia membranosa como diagnóstico mais frequente. Entre os pacientes com IRA e hematúria ou proteinúria assintomática os diagnósticos foram variados com elevadas taxas de nefropatia crônica avançada.

  5. FRACASO RENAL AGUDO EN EL PACIENTE ONCOLOGICO. ANALISIS CLINICO Y PRONOSTICO.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Purroy A,

    2004-01-01

    Full Text Available RESUMEN: El fracaso renal agudo es un problema frecuente en el paciente oncológico, que plantea limitaciones en el pronóstico y en el planteamiento terapeútico. El desarrollo de registros de pacientes oncológicos con fracaso renal agudo permite analizar el perfil clínico y plantear aspectos a desarrollar desde el punto de vista terapeútico y sobre todo preventivo. El empleo de determinados índices pronósticos como el ISI (Liaño o el de fallo multiorgánico permite evaluar mejor este perfil clínico. En nuestra experiencia el fracaso renal agudo en el paciente oncológico es una complicación frecuente y relacionada con el proceso de base. Mediante este registro de pacientes hemos identificado un perfil clínico de alto riesgo consistente en un paciente con un fallo renal asociado a un proceso infeccioso, con insuficiencia respiratoria, oligúrico y con una puntuación elevada de esos índices pronósticos.

  6. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados Iatrogeny in hospitalized elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurico T. Carvalho-Filho

    1998-02-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.PURPOSE: To evaluate the iatrogenic complications in hospitalized elderly patients. MATERIAL AND METHOD: Review of the medical records of 96 patients, 48 men and 48 women, aged 60 to 93 years (75.7 years on average, hospitalized in a geriatric ward during 1995. RESULTS: The study of the medical records of the patients showed: 1 forty-two (43.7% of the elderly had one or more iatrogenic illnesses, with a total of 56 occurrences; 2 complications due to diagnostic tests corresponded to 17.9% of the iatrogenic disorders; 3

  7. Manifestaciones bucales en pacientes con insuficiencia renal crónica en hemodiálisis

    OpenAIRE

    Lecca Rojas, María Pía; Facultad de Odontología, Universidad Inca Garcilaso de la Vega. Lima,; Meza Mauricio, Jonathan; Facultad de Odontología, Universidad Inca Garcilaso de la Vega. Lima,; Ríos Villasis, Katty; Facultad de Odontología, Universidad Inca Garcilaso de la Vega. Lima,

    2014-01-01

    Objetivos: Determinar las manifestaciones bucales en pacientes con insufi ciencia renal crónica en hemodiálisis del Hospital Alberto Sabogal Sologuren (Bellavista, Callao, Perú) en el periodo de julio-agosto 2013. Materiales y Métodos: Se examinaron a 119 pacientes de ambos sexos. Se les realizó una anamnesis y luego con la ayuda de una linterna, espejos bucales y baja lenguas se les examinó la cavidad bucal de manera minuciosa. Resultados: Los pacientes examinados presentaron lengua saburral...

  8. Preditores de injúria renal aguda em pacientes submetidos ao transplante ortotópico de fígado convencional sem desvio venovenoso Predictors of acute kidney injury in patients undergoing a conventional orthotopic liver transplant without veno-venous bypass

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olival Cirilo L. da Fonseca-Neto

    2011-06-01

    Full Text Available RADICAL: Injúria renal aguda é uma das complicações mais comuns do transplante ortotópico de fígado. A ausência de critério universal para sua definição nestas condições dificulta as comparações entre os estudos. A técnica convencional para o transplante consiste na excisão total da veia cava inferior retro-hepática durante a hepatectomia nativa. Controvérsias sobre o efeito da técnica convencional sem desvio venovenoso na função renal continuam. OBJETIVO: Estimar a incidência e os fatores de risco de injúria renal aguda entre os receptores de transplante ortotópico de fígado convencional sem desvio venovenoso. MÉTODOS: Foram avaliados 375 pacientes submetidos a transplante ortotópico de fígado. Foram analisadas as variáveis pré, intra e pós-operatórias em 153 pacientes submetidos a transplante ortotópico de fígado convencional sem desvio venovenoso. O critério para a injúria renal aguda foi valor da creatinina sérica > 1,5 mg/dl ou débito urinário BACKGROUND: Acute kidney injury is one of the most common complications of orthotopic liver transplantation. The absence of universal criteria for definition of these conditions make comparisons difficult between studies. The conventional technique for transplantation is the total excision of the inferior vena cava during liver retro-native hepatectomy. Controversies about the effect of the conventional technique without venovenous bypass on renal function remain. AIM: To estimate the incidence and risk of acute kidney injury factors among recipients of orthotopic liver transplantation without conventional venovenous bypass. METHODS: Was studied 375 patients undergoing orthotopic liver transplantation. Variables were analyzed in preoperative, intraoperative and postoperative complications in 153 patients undergoing orthotopic liver transplantation without conventional venovenous bypass. The criterion for acute kidney injury was serum creatinine > 1.5 mg/dl or

  9. Ensaio sobre a cegueira: mortalidade de pacientes com doença renal crônica em hemodiálise de emergência Study on blindness: mortality of patients with chronic kidney disease during non-elective hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Krauss Silva

    2012-11-01

    Full Text Available A doença renal crônica (DRC leva à falência renal e à necessidade de terapia renal substitutiva (TRS. A prevenção secundária pode retardar em muitos anos a evolução da doença. O presente estudo, retrospectivo, objetivou analisar os fatores prognósticos e estimar a mortalidade de portadores de doença renal crônica (DRC secundária à hipertensão ou diabetes que iniciam a TRS por hemodiálise de emergência, desde a admissão hospitalar até a transferência para clínica-satélite ou óbito, no Rio de Janeiro. A taxa de mortalidade foi de 35,1%. Houve diferença significativa entre as curvas de sobrevida até o óbito, por doença de base (log-rank e Peto, p = 0,02 e por presença de fístula funcional (log-rank, p = 0,0099; Peto, p = 0,0090. A análise multivariada (modelo de Cox mostrou aumento no risco de óbito de 7% (p = 0,002 por ano de idade; a presença de fístula funcional foi associada a uma redução de 81% no risco (p = 0,03. Conclui-se que um terço dos pacientes portadores de DRC por hipertensão e diabetes, que iniciam a TRS de forma não planejada, morrem no período entre a admissão hospitalar e a transferência para clínicas-satélites, o que indica baixo acesso à prevenção secundária na DRC, inclusive à cirurgia para a confecção da fístula arteriovenosa.Chronic kidney disease (CKD leads to renal failure and the need for renal replacement therapy (RRT. Secondary prevention may postpone CKD for many years. This retrospective study sought to analyze prognostic factors and estimate the mortality of patients with CKD secondary to diabetes mellitus and to hypertension that initiate RRT through non-elective hemodialysis at an emergency hospital unit in Rio de Janeiro, from hospital admission until transfer to referral units. The mortality rate was 35.1%. The study detected a significant difference between the survival curves according to disease etiology (log-rank and Peto, p=0.02 and the presence of

  10. Co-morbidades e mortalidade de pacientes com doença renal: atendimento terceirizado de nefrologia Co-morbilidad y mortalidad de pacientes con enfermedad renal: atendimiento tercerizado de nefrología Comorbidities and mortality among patients with renal disease: contractual nephrology care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Celedonio de Oliveira

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar as causas de co-morbidades e mortalidade de pacientes com insuficiência renal aguda atendidos na Clínica SARA no ano de 2007; analisar as variáveis pessoais, as co-morbidades e os fatores de risco para mortalidade desses pacientes. MÉTODOS: Estudo descritivo, retrospectivo, quantitativo, abrangendo 232 portadores de insuficiência renal aguda (IRA, em terapia hemodialítica no ano de e, os dados foram coletados através dos prontuários desses pacientes. RESULTADOS: Do total de 232 pacientes, 140 (60,3% pacientes eram do sexo masculino; houve predominância de pacientes com idade entre 61 a 80 anos (37% e o atendimento, na maioria das vezes, foi em Unidade de Terapia Intensiva (66,4%. Dentre as causas de internamento, houve predominância das IRA (87,9%. CONCLUSÃO: Destacam-se, entre as co-morbidades, a insuficiência, infecção respiratória, a hipertensão arterial sistêmica e sepse. As principais causas de óbitos foram a insuficiência respiratória e a sepse.OBJETIVOS: Identificar las causas de comorbidades y mortalidad de pacientes con insuficiencia renal aguda atendidos en la Clínica SARA en el año 2007; analizar las variables personales, las comorbidades y los factores de riesgo de la mortalidad de esos pacientes. MÉTODOS: Estudio descriptivo, retrospectivo, cuantitativo, en la que participaron 232 portadores de insuficiencia renal aguda (IRA, en terapia de hemodiálisis en el año de 2007 y, los datos fueron recolectados de las historias clínicas de esos pacientes. RESULTADOS: Del total de 232 pacientes, 140 (60,3% pacientes eran del sexo masculino; hubo predominio de pacientes con edad entre 61 a 80 años (37% y la atención, en la mayoría de veces, fue en la Unidad de Cuidados Intensivos (66,4%. Entre las causas de internamiento, hubo predominio de las IRA (87,9%. CONCLUSIÓN: Se destacan, entre las comorbidades, la insuficiencia, infección respiratoria, la hipertensión arterial sistémica y la

  11. Letalidade e internacoes de pacientes em hemodialise em plano de saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Adriano Loureiro Bersan

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar desfechos clínicos de pacientes incidentes em hemodiálise vinculados a operadora de plano de saúde. MÉTODOS: Estudo de coorte de incidentes em hemodiálise em Belo Horizonte, MG, de 2004 a 2008, a partir de registros no banco de dados de operadora de planos de saúde. Variáveis independentes: sexo, idade, tempo entre primeira consulta com nefrologista e início da hemodiálise, tipo do primeiro acesso vascular, diabetes mellitus, tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento e óbito. Variáveis dependentes: tempo entre início da hemodiálise e óbito e tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento > 7,5 dias. Análise estatística: teste Qui-quadrado de Pearson na análise univariada para os desfechos óbito e tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento; método de Kaplan-Meier para análise de sobrevida; modelo de Cox e regressão Poisson para risco de óbito e chance de tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento > 7,5 dias. Foi utilizada ferramenta de Business Intelligence para extração dos dados e software Stata(r 10.0. RESULTADOS: Estudados 311 indivíduos em hemodiálise, 55,5% homens, média de 62 anos (dp: 16,6 anos. A prevalência aumentou 160% no período estudado. Na análise de sobrevivência a mortalidade foi maior entre os mais idosos, nos que não realizaram consulta com nefrologista, fizeram uso de cateter vascular temporário como primeiro acesso, com diabetes mellitus, nos que foram internados no mesmo mês do início da hemodiálise. No modelo de Cox associaram-se a maior risco para óbito a idade avançada, diabetes mellitus, não realizar consulta prévia com nefrologista e internar-se no primeiro mês de hemodiálise. Maior tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento não se associou ao sexo e diabetes. As variáveis não foram significativas na regressão Poisson. CONCLUSÕES: A avaliação pelo especialista antes do início da hemodiálise diminui o risco de

  12. Contraste iodado em tomografia computadorizada : reações adversas imediatas em pacientes hospitalizados

    OpenAIRE

    Beatriz Cavalcanti Juchem

    2005-01-01

    Pesquisa quantitativa do tipo exploratório-descritivo, prospectivo, de caráter não experimental. O objetivo consistiu em conhecer as reações adversas imediatas ao contraste iodado intravenoso em pacientes internados, submetidos a tomografia computadorizada num hospital escola, sendo campo do estudo a Unidade de Tomografia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A coleta de dados ocorreu através de planilha de registros preenchida pela equipe de enfermagem atuante na Unidade, durante as 24 ho...

  13. Avaliação da concordância interobservador na análise da tomografia computadorizada sem contraste no diagnóstico da urolitíase em pacientes com cólica renal aguda Interobserver agreement on non-contrast computed tomography interpretation for diagnosis of urolithiasis in patients with acute flank pain

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Ronan Marquez Ferreira de Souza

    2006-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade da tomografia computadorizada sem contraste na avaliação da litíase ureteral e os sinais secundários de obstrução do sistema coletor em pacientes com cólica renal aguda. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo prospectivo de 52 pacientes com diagnóstico clínico de cólica renal aguda submetidos a exame de tomografia computadorizada de abdome sem contraste. Os exames foram realizados com técnica helicoidal e posteriormente analisados por três observadores independentes, com a concordância interobservador avaliada pelo método estatístico kappa (kapa. Foram analisados os parâmetros: a presença, localização e mensuração dos cálculos ureterais; b dilatação do sistema coletor intra-renal; c heterogeneidade da gordura perirrenal; d dilatação ureteral; e edema da parede ureteral (sinal do halo. RESULTADOS: Foram encontrados 40 cálculos ureterais na tomografia computadorizada (77%. A concordância interobservador para a identificação do cálculo ureteral e da dilatação ureteral foi quase perfeita (kapa = 0,89 e kapa = 0,87, respectivamente, substancial para dilatação do sistema coletor intra-renal (kapa = 0,77 e moderada para heterogeneidade da gordura perirrenal e para edema da parede ureteral (kapa = 0,55 e kapa = 0,56, respectivamente. CONCLUSÃO: A tomografia computadorizada de abdome sem contraste apresenta elevada reprodutibilidade na avaliação da litíase ureteral e dos sinais secundários de obstrução do sistema coletor.OBJECTIVE: To evaluate the interobserver agreement on non-contrast computed tomography interpretation by a group of experienced abdominal radiologists, for the study of urolithiasis in patients presenting acute flank pain. MATERIALS AND METHODS: Prospective study of 52 patients submitted to non-contrast enhanced helical computed tomography. The images were subsequently analyzed by three independent observers, with the interobserver agreement assessed by means of the

  14. Dermatose perfurante adquirida associada à insuficiência hepática em paciente transplantado de fígado

    OpenAIRE

    Badziak,Daniela; Lenhardt,Carolina; Barros,Michele F. de; Mandelli,Fernando Luiz; Serafini,Sérgio Zuñeda; Santamaria,Jesus Rodriguez

    2007-01-01

    A dermatose perfurante adquirida é entidade clinicopatológica caracterizada por eliminação transepitelial de material dérmico degenerado, ocorrendo em muitas condições, entre elas diabetes mellitus, insuficiência renal crônica e colangite esclerosante. Relata-se o caso de paciente de 17 anos, com dermatose perfurante adquirida associada à insuficiência hepática crônica, conseqüente à complicação hepática de transplante de fígado para tratamento de sua doença de base, a glicogenose tipo I....

  15. Dermatose perfurante adquirida associada à insuficiência hepática em paciente transplantado de fígado

    OpenAIRE

    Daniela Badziak; Carolina Lenhardt; Barros,Michele F. de; Fernando Luiz Mandelli; Sérgio Zuñeda Serafini; Jesus Rodriguez Santamaria

    2007-01-01

    A dermatose perfurante adquirida é entidade clinicopatológica caracterizada por eliminação transepitelial de material dérmico degenerado, ocorrendo em muitas condições, entre elas diabetes mellitus, insuficiência renal crônica e colangite esclerosante. Relata-se o caso de paciente de 17 anos, com dermatose perfurante adquirida associada à insuficiência hepática crônica, conseqüente à complicação hepática de transplante de fígado para tratamento de sua doença de base, a glicogenose tipo I.Acqu...

  16. Predicción del riesgo cardiovascular en pacientes con enfermedad renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santiago Cedeño Mora

    2017-05-01

    Conclusiones: Las escalas de predicción de RCV (FRS-CVD y ASCVD [AHA/ACC 2013] pueden estimar la probabilidad de sufrir ECV ateroscleróticos en pacientes con ERC independientemente de la función renal, albuminuria y antecedente de ECV.

  17. Nuevos anticoagulantes orales en pacientes con enfermedad renal crónica

    National Research Council Canada - National Science Library

    Belmar Vega, Lara; de Francisco, A.L.M; Bada da Silva, Jairo; Galván Espinoza, Luis; Fernández Fresnedo, Gema

    Los pacientes con enfermedad renal crónica (ERC) tienen tendencias hemorrágicas y trombóticas, por lo que la indicación de anticoagulación ante la aparición de fibrilación auricular (FA) es compleja...

  18. Preditores de injúria renal aguda e de mortalidade em uma Unidade de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Alberto Batista Peres

    2015-03-01

    Full Text Available Introdução e Objetivos: Comparar características clínicas e evolução dos pacientes com e sem injúria renal aguda (IRA, avaliar a incidência, mortalidade da IRA e fatores de risco de IRA e de óbito em pacientes em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI. Métodos: Estudo retrospectivo que analisou 152 pacientes em uma única UTI. Avaliamos a idade, o sexo, o motivo do internamento, fatores de risco para IRA, dados laboratoriais, a necessidade de terapia renal substitutiva e a mortalidade. Acute Physiology and Chronic Health Evaluation (APACHE II, Sequential Organ Failure Assessment (SOFA e RIFLE foram registrados no dia de admissão na UTI. Determinamos a incidência da IRA, mortalidade e os preditores independentes de IRA e de óbito utilizando o modelo de regressão logística. Resultados: A idade média foi de 57,1 ± 20 anos e 60,1% eram masculinos. IRA não dialítica ocorreu em 81 pacientes (53,2% e a IRA dialítica ocorreu em 19 pacientes (12,4%. A mortalidade global foi de 35,9%, enquanto que a taxa de mortalidade nos pacientes com IRA não dialítica foi de 43,2% e a dos com IRA dialítica de 84,2%. Na análise multivariada, a ventilação mecânica invasiva, a creatinina e a ureia elevadas na admissão foram fatores de risco independentes para IRA, enquanto que diagnóstico clínico, uso de ventilação mecânica invasiva, ureia e lactato aumentados e hipernatremia foram fatores de risco independentes para mortalidade na UTI. Conclusão: A incidência e a mortalidade de IRA na UTI foram elevadas neste estudo, apesar dos avanços que vêm surgindo no seu manejo.

  19. Características de los pacientes en espera de trasplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Prieto

    2015-04-01

    Full Text Available Los pacientes con insuficiencia renal crónica presentan un marcado descenso de la tasa de filtración glomerular por lo que requieren de terapia de reemplazo renal como la diálisis o el trasplante para sobrevivir. El objetivo del estudio fue determinar las características de los pacientes en lista de espera para trasplante renal. Analizamos 156 pacientes provenientes de diversos centros de diálisis que acudieron al Laboratorio Central de Salud Pública entre julio de 2.013 y agosto de 2.014. Se recolectaron datos demográficos y muestras de sangre para determinar la presencia de anticuerpos anti-HLA por ELISA. Las edades estaban comprendidas entre 4 y 74 años, con un promedio de 40 años. Se registraron pacientes de 15 de las 18 Regiones Sanitarias del país, 50% de los cuales provenían de Asunción y del Departamento Central. La cobertura médica se encontró dividida en partes iguales entre el Ministerio de Salud Pública y el Instituto de Previsión Social. El tiempo promedio en diálisis fue de 34 meses, el 66% de los pacientes fueron poli-transfundidos, el 13% candidatos a retrasplante y el 34% de las mujeres fueron multíparas. El 36% de la población estudiada presentó anticuerpos anti-HLA. Se concluye que los pacientes en espera de trasplante renal se caracterizan por encontrarse en plena edad productiva y por permanecer en diálisis durante varios años. Además, un tercio de esta población se encuentra inmunizada frente a antígenos de histocompatibilidad, lo que dificulta su acceso al trasplante.

  20. Insuficiencia renal aguda relacionada con medicamentos en pacientes hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lujan Iavecchia

    2015-11-01

    Conclusiones: La mitad de los episodios de IRA intrahospitalaria se relacionaron con medicamentos. Los pacientes con IRA relacionada con medicamentos presentaron más antecedentes patológicos cardiovasculares, pero menos factores de riesgo de IRA y una menor mortalidad.

  1. Doenças renais em pacientes idosos submetidos à biópsia percutânea de rins nativos

    OpenAIRE

    Claudine Maria Jorge de Oliveira; Roberto Silva Costa; Osvaldo Merege Vieira Neto; Rosana Aparecida Spadoti Dantas; Miguel Moysés Neto; Elen Almeida Romão; Gyl Eanes Barros-Silva; Eduardo Barbosa Coelho; Márcio Dantas

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO: Tem ocorrido aumento da população de idosos e estes vêm envelhecendo em melhores condições clínicas do que no passado. Entretanto, a distribuição e evolução das doenças renais nos idosos ainda são pouco conhecidas, em parte devido à resistência em indicar biópsia renal. OBJETIVO: Avaliar a distribuição, a evolução e as características clínicas das nefropatias diagnosticadas por biópsia em pacientes idosos. PACIENTES E MÉTODOS: Foram avaliadas todas as biópsias renais percutâneas d...

  2. Aspectos tomográficos da tuberculose pulmonar em pacientes adultos com AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lanamar Aparecida de Almeida

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho tem como finalidade descrever os achados tomográficos da tuberculose pulmonar em pacientes adultos com AIDS atendidos no serviço de radiologia de um hospital de referência em doenças infecciosas, procurar associações desses achados e a contagem de CD4. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram estudados 45 pacientes por meio de tomografia computadorizada de tórax durante quatro anos. RESULTADOS: Foram encontrados linfonodomegalia mediastinal e/ou hilar em 31 (68,8% dos casos, derrame pleural em 29 (64,4%, nódulos centrolobulares de distribuição segmentar em 26 (57,7%, consolidação em 24 (53,3%, confluência de micronódulos em 17 (37,7%, nódulos mal definidos com distribuição centrolobular em 16 (35,5%, padrão de "árvore em brotamento" em 13 (28,9%, espessamento de parede brônquica em 12 (26,6%, cavidade de parede espessa em 10 (22,2%, nódulos miliares em 9 (20% e bronquiectasias cilíndricas em 6 (13,3%. Dos 45 pacientes, 35 (77,8% apresentaram CD4 200 cel/mm³. CONCLUSÃO: Concluímos que neste estudo, diversamente do descrito na literatura, linfonodomegalia mediastinal e/ou hilar e consolidação foram significativamente mais frequentes em pacientes com CD4 > 200 cel/mm³. No entanto, linfonodos com centro hipodenso foram mais frequentemente observados em pacientes com severa imunodepressão, ou seja, CD4 < 200 cel/mm³.

  3. Sepsis in burned patients Sepse em pacientes queimados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jefferson Lessa S. de Macedo

    2003-12-01

    ,4% desenvolveram sepse clinicamente e microbiologicamente provada. Vinte e seis (53,1% eram homens, 23 (46,9% eram mulheres, com uma média de idade de 22 anos (variação de um a 89 anos e superfície corporal queimada total de 37,7 ± 18,4% (variação de 7 a 84 %. Quarenta e três pacientes tiveram queimaduras por chama aberta, cinco por escaldamento e um por queimadura elétrica. Esses 49 pacientes tiveram um total de 62 episódios septicêmicos. Quarenta (81,6% pacientes tiveram somente um episódio de sepse e nove (18,4% tiveram até três episódios. Trinta (61,2% pacientes tiveram seu primeiro episódio septicêmico dentro da primeira semana após a queimadura. Dos 62 episódios de sepse, 58 foram bacterianos e quatro por Candida sp. As bactérias mais comumente isoladas das hemoculturas foram Staphylococcus aureus, Staphylococcus coagulase-negativo, Acinetobacter baumannii, Enterobacter cloacae e Klebsiella pneumoniae. Onze (18,9% episódios foram devido a S. aureus resistentes à oxacilina. A. baumannii era sensível a ampicilina/sulbactam em 71,4% e ao imipenem em 85,7% dos casos. O foco primário da sepse foi a queimadura em 15 (24,2% episódios. Os achados clínicos mais comuns da sepse foram a febre, dispnéia, hipotensão e oligúria. As alterações laboratoriais mais comuns foram a anemia, leucocitose, hipoabuminemia e trombocitopenia. Doze (24,5% pacientes morreram. O conhecimento apropriado dos aspectos clínicos, epidemiológicos, laboratoriais e microbiológicos da sepse no paciente queimado favorecem um adequado diagnóstico e tratamento dessa complicação.

  4. Sol de invierno: aspectos emocionales del paciente renal crónico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Rudnicki

    2006-01-01

    Full Text Available El presente artículo discute las principales características emocionales asociadas a la forma como los pacientes con insuficiencia renal crónica se enfrentan al tratamiento de hemodiálisis. El proceso de adaptación que se plantea, elemento importante en las emociones de las personas, involucra como protagonistas principales al paciente y sus maneras particulares de defensa ante la enfermedad, así como el apoyo de los recursos médicos hospitalarios, el equipo humano que le sostiene y la familia como aristas importantes para evitar problemas de aislamiento en el paciente. Del equilibrio de este proceso de adaptación, se previenen, como en toda enfermedad crónica, problemas subyacentes a la autoestima del paciente, la imagen corporal que construye y dificultades centradas a sus relaciones cotidianas.

  5. Study of dermatoses in kidney transplant patients Estudo das dermatoses em pacientes transplantados renais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Moretti de Lima

    2013-06-01

    avaliados 53 pacientes (28 homens e 25 mulheres, entre 22 e 69 anos (com uma média de 45 anos, a maioria procedente de Ceilândia, Samambaia e São Sebastião/DF, entre 5 e 10 anos de transplante renal (37,7%, sendo 62,3% receptor de doador vivo e 83% em uso de prednisona. As dermatoses mais prevalentes foram as de etiologia fúngica (45,3% e viral (39,6%. Das neoplasias malignas não-melanoma, apesar da baixa incidência, predominou o carcinoma basocelular (seis casos. Com relação s dermatoses de origem fúngica, ocorreram 12 casos de onicomicoses, cinco casos de pitiríase versicolor e quatro casos de foliculite pitirospórica. Para realização do diagnóstico, na maioria dos casos (64,2%, foi utilizado os exames laboratoriais ( micológicos e histopatológicos. CONCLUSÃO: as manifestações cutâneas em pacientes transplantados renais são geralmente secundárias imunossupressão. As dermatoses infecciosas, principalmente as de etiologia fúngica, são frequentes em pacientes transplantados renais, e sua ocorrência aumenta progressivamente, conforme o tempo transcorrido, a partir do transplante, sendo importante o acompanhamento.

  6. Comportamento do índice de massa do ventrículo esquerdo de pacientes em diálise no decorrer de 17 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Loren Giagio Cavalcante

    2015-09-01

    Full Text Available ResumoIntrodução:A hipertrofia ventricular esquerda (HVE é alteração frequente em pacientes de diálise e imprime prognóstico sombrio. Não se conhece qual a tendência secular dessa alteração cardíaca em nossos pacientes.Objetivo:Avaliar o comportamento da HVE, pelo índice de massa do ventrículo esquerdo (IMVE, no decorrer de 17 anos em pacientes de um centro universitário de diálise, bem como verificar as possíveis causas desse comportamento.Métodos:Foi realizado um estudo longitudinal retrospectivo que avaliou, por meio de ecocardiografia, o IMVE em pacientes submetidos à hemodiálise em nosso Serviço de Diálise durante o período de 17 anos, de 1993 a 2010. Foram incluídos 250 exames de pacientes com doença renal crônica estágio V-D com idade superior a 18 anos que foram submetidos à avaliação ecocardiográfica de rotina.Resultados:Notou-se redução do IMVE à medida que os anos avançavam. Essa redução correlacionou-se à diminuição da pressão arterial e à elevação da hemoglobina. Em análise múltipla, a massa ventricular esquerda associou-se apenas à pressão arterial.Conclusão:A porcentagem de pacientes com HVE sofreu redução significante no decorrer de 17 anos em nossa Unidade de Diálise. O fator associado a essa redução foi a diminuição da pressão arterial.

  7. Associação do RIFLE com letalidade e tempo de internação em pacientes críticos com lesão renal aguda RIFLE: association with mortality and length of stay in critically ill acute kidney injury patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eloisa Rosso dos Santos

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Correlacionar a classificação do RIFLE com a letalidade e tempo de internação na unidade de terapia intensiva e no hospital. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo, observacional e longitudinal aprovado pelo Comitê de Ética da Instituição. Foram coletados os dados de todos os pacientes internados por mais de 24 horas na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina de setembro de 2007 a março de 2008 e com seguimento até a alta ou óbito. Os pacientes foram divididos em dois grupos: com lesão renal aguda e sem lesão renal aguda. O grupo com lesão renal aguda foi classificado conforme o RIFLE e subdividido de acordo com a classe máxima alcançada: risco, injúria ou falência. Não foram incluídas as classes loss e end-stage no estudo. Analisou-se também APACHE II e SOFA. Utilizaram-se os testes t Student e Qui-Quadrado, principalmente. Um pOBJECTIVE: To correlate the RIFLE classification with mortality and length of stay both in the intensive care unit and hospital. METHODS: A prospective, observational, longitudinal cohort study, approved by the Institution's Ethics Committee. Data were collected for all patients staying longer than 24 hours in the intensive care unit of Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago - Universidade Federal de Santa Catarina from September 2007 to March 2008, followed-up either until discharge or death. Patients were divided in two groups: with or without acute kidney injury. The acute kidney injury group was additionally divided according to the RIFLE and sub-divided according to the maximal score in Risk, Injury of Failure. Loss and End-stage classes were not included in the study. APACHE II and SOFA were also evaluated. The t Student and Chi-Square tests were used. A P<0.05 was considered statistically significant. RESULTS: The sample included 129 patients, 52 (40.3% with acute kidney injury

  8. Qualidade de vida de pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise avaliada através do instrumento genérico SF-36

    OpenAIRE

    Castro Mônica de; Caiuby Andrea Vannini Santesso; Draibe Sérgio Antônio; Canziani Maria Eugênia Fernandes

    2003-01-01

    RESUMO: Qualidade de vida é um conceito novo na área de saúde e existem controvérsias na aplicação da prática clínica. No Brasil, trabalhos foram realizados na área de nefrologia, indicando a necessidade de maiores estudos. OBJETIVOS: Analisar a qualidade de vida dos pacientes com diferentes tempos de hemodiálise. MÉTODOS: O estudo constou de uma entrevista com aplicação do SF-36, coleta de dados demográficos e socioeconômicos, obtenção das principais características clínicas e coleta de dado...

  9. Associação entre qualidade de vida e estado nutricional em pacientes renais crônicos em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina Bonelá dos Santos

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A Doença Renal Crônica (DRC e a hemodiálise (HD provocam limitações na vida dos pacientes, interferindo na qualidade de vida e o cuidado nutricional é fundamental para no tratamento da doença. OBJETIVO: O objetivo da pesquisa é analisar a associação entre qualidade de vida com o uso do instrumento SF-36 com consumo alimentar, estado nutricional em pacientes com DRC em HD por meio de pesquisa quantitativa e transversal. MÉTODOS: Realizou-se avaliação antropométrica, coleta dos resultados de exames bioquímicos, aplicação do questionário SF-36 e anamnese alimentar (recordatório alimentar de 24h. RESULTADOS: A amostra foi composta por 30 pacientes adultos com idade entre 28 a 76 anos. A doença relacionada com DRC mais encontrada foi hipertensão arterial sistêmica (53,3%, a média do Índice de Massa Corporal foi 25,04 ± 4,50 kg/m². Pela dobra cutânea do braço, 73,3% estavam em desnutrição. O diagnóstico nutricional final foi 80% de desnutrição entre os pacientes estudados. O tempo de diagnóstico de doença renal teve média de 4,84 ± 3,51 anos. Pela média dos exames bioquímicos, somente fósforo 5,51 ± 1,61 mg/dl e creatinina 10,84 ± 3,33 mg/dl estavam adequados. Nas médias das pontuações do SF-36, o menor valor encontrado foi para limitação por aspectos físicos (16,67 ± 29,60 e o maior para aspectos sociais (68,17 ± 33,67. CONCLUSÃO: O consumo energético e proteico médio esteve abaixo do recomendado. Obteve-se correlação positiva do consumo calórico, proteico, fibra, cálcio e carboidrato com qualidade de vida. Conclui-se, então, que a alimentação está associada à qualidade de vida do paciente renal hemodialítico.

  10. Processamento da correfer?ncia em pacientes com afasia de express?o

    OpenAIRE

    Vasconcelos, Manuela Leit?o de

    2012-01-01

    O processamento da correfer?ncia ? um fen?meno que vem sendo estudado internacionalmente. Buscando contribuir com essas estudos no ?mbito nacional, investigamos o processamento correferencial a partir do fen?meno da Penalidade do Nome Repetido e Hip?tese da Carga Informacional em pacientes com afasia. O objetivo geral do trabalho ? analisar o processamento da correfer?ncia em pacientes com afasia de Broca, investigando, especificamente, se pronomes s?o processados mais prontamente do que nome...

  11. Efeito do exercício resistido intradialítico em pacientes renais crônicos em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Ribeiro

    2013-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC quando submetidos ao exercício resistido (ER apresentam substancial melhorias de muitas funções, em especial os relacionados ao sistema cardiovascular, respiratório, muscular e na qualidade de vida (QV. Não existem avaliações do impacto de exercício simples e factíveis em pacientes com DRC associada ao Diabetes Mellitus (DM durante o período intradialítico. OBJETIVO: Estudar o papel do exercício resistido no tratamento e na qualidade de vida em pacientes submetidos à hemodiálise crônica (HD. Assim, submetemos pacientes com DRC e DM ao ER durante a hemodiálise. MÉTODOS: Quinze pacientes em cada grupo: 1: DM com DRC submetidos ao ER; 2: DM com DRC sedentários; 3: DRC e ER e, 4: DRC sedentários. Avaliações durante oito semanas, com ER três vezes na semana. Avaliação laboratorial, teste de força muscular (FM e QV (SF-36. RESULTADOS: O ER induziu melhoria na glicemia e na FM com discretas, mas significantes alterações na uréia e, K (p < 0,0001. Foi de impacto a melhoria na avaliação dos parâmetros de QV (p < 0,001 com o ER, como a Capacidade Funcional, o Aspecto Físico, redução das Dores (de uma maneira geral, Saúde Geral, Vitalidade, a Função Social, Estado Emocional e na Saúde Mental. Conclusão: O programa de ER (simples e factível no período intradialítico alterou parâmetros clínicos, na FM e uma significante melhoria na avaliação da QV. O impacto na QV foi importante para o paciente, inclusive envolvendo melhoria em nível familiar e de relacionamento social quando submetidos ao ER.

  12. Sol de invierno: aspectos emocionales del paciente renal crónico

    OpenAIRE

    Tânia Rudnicki

    2006-01-01

    El presente artículo discute las principales características emocionales asociadas a la forma como los pacientes con insuficiencia renal crónica se enfrentan al tratamiento de hemodiálisis. El proceso de adaptación que se plantea, elemento importante en las emociones de las personas, involucra como protagonistas principales al paciente y sus maneras particulares de defensa ante la enfermedad, así como el apoyo de los recursos médicos hospitalarios, el equipo humano que le sostiene y la famili...

  13. Baixa resposta da vacinação intradérmica contra hepatite B em pacientes incidentes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina H. Medeiros

    2011-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A hepatite B pode evoluir para cirrose e hepatocarcinoma. Sua prevalência estimada é de 3,2% em pacientes em hemodiálise (HD. A vacina para hepatite B (HB, quando aplicada por via intramuscular (IM em pacientes com insuficiência renal crônica fase V, frequentemente não induz produção adequada de anticorpos. A injeção intradérmica (ID foi sugerida como sendo o método de inoculação mais eficiente. OBJETIVO: Comparar a resposta imune à injeção IM ou ID da vacina em indivíduos em HD. PACIENTES E MÉTODOS: Trinta e um pacientes incidentes em HD foram randomizados alternativamente para vacinação contra HB via IM ou ID. Dezesseis foram designados aleatoriamente para receber vacina IM (40 mg/dose e 15 ID (4mg /dose. Os níveis de anticorpos de superfície do vírus da hepatite B, parâmetros hematimétricos, ureia sérica, e Kt/V foram avaliados mensalmente. Proteína-C reativa, paratormônio, ferritina, aminotransferases e albumina foram avaliados antes da inoculação inicial e seis meses após a mesma. RESULTADOS: Os níveis de uréia foram maiores no grupo ID (P(1 = 0,031; os níveis de ferritina foram mais elevados no IM (P(2 = 0,037. Houve tendência a aumento nos níveis de proteína C reativa no grupo ID. A avaliação do Comitê de Monitoramento de Segurança dos indivíduos expostos recomendou a suspensão do estudo já que a inoculação por via IM converteu 62,5% e a ID converteu apenas 13,3% dos pacientes expostos. CONCLUSÃO: Com a metodologia utilizada, os resultados da vacina contra HB aplicada por via ID foi inferior à inoculação IM. Tais resultados podem ser decorrentes das doses inoculadas ou de outros fatores, como inflamação.

  14. Níveis séricos de vitamina D e de marcadores de estresse oxidativo em pacientes com doença renal crônica não dialítica

    OpenAIRE

    Paula Godeny

    2012-01-01

    A Doença Renal Cônica (DRC) é uma síndrome clínica decorrente da perda progressiva e irreversível das funções renais que está associada à elevada mortalidade cardiovascular e baixos níveis de vitamina D. Fatores de risco cardiovascular específicos da DRC, como toxinas urêmicas, inflamação, estresse oxidativo aumentado e metabolismo do cálcio e fósforo alterados (incluindo a deficiência de vitamina D) somam-se aos fatores de risco tradicionais na explicação desta mortalidade tão aumentada. Exi...

  15. Treinamento de músculos inspiratórios em pacientes com quadriplegia

    OpenAIRE

    Silveira,Janne Marques; Gastaldi, Ada Clarice [UNIFESP; Boaventura,Cristina de Matos; Souza,Hugo Celso

    2010-01-01

    OBJETIVO: Determinar se o treinamento de músculos inspiratórios pode aumentar a força e endurance desses músculos em pacientes com quadriplegia. MÉTODOS: Oito pacientes quadriplégicos (7 homens e 1 mulher) com lesão medular cervical entre C4 e C7 foram submetidos ao treinamento de músculos inspiratórios utilizando-se um resistor de carga linear ajustado em 30% da PImáx. As sessões de treinamento foram realizadas com os pacientes sentados 5 vezes por semana por 8 semanas. Tempo de endurance, P...

  16. Estudio de los estilos de apego adulto en un grupo de pacientes con insuficiencia renal cronica terminal

    National Research Council Canada - National Science Library

    Lizano-Martinez, Marcela; Garrido-Rojas, Lusmenia; Guzman-Gonzalez, Monica; Santelices-Alvarez, Maria Pia; Fuentes-Fuentes, Monica

    2009-01-01

    ... en situaciones de cambio, como lo es la experiencia de padecer una enfermedad cronica. El presente estudio pretende describir los patrones de apego de un grupo de pacientes con insuficiencia renal cronica terminal (IRCT...

  17. Fisioterapia motora em pacientes adultos em terapia intensiva Motor physiotherapy in intensive care adult patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Marcos Borges

    2009-12-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo é realizar uma revisão da literatura abordando o tema fisioterapia motora para pacientes adultos em unidade de terapia intensiva. A busca de artigos científicos foi realizada nas bases de dados PubMed, MedLine (Literatura Internacional em Ciências e Saúde, LILACS (Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências e Saúde e Cochrane entre 1995 e dezembro de 2008 utilizando as palavras-chaves: physical therapy, mobilization and intensive care unit. Para efeito de comparação foram selecionados estudos controlados, randomizados e prospectivos, abordando o tema fisioterapia motora para pacientes adultos em unidade de terapia intensiva. Estudos em pediatria, experimentais, revisões sistemáticas e metanálises foram excluídos. Dos 121 artigos encontrados, apenas 4 preencheram aos critérios de inclusão. Dentre estes, três artigos abordavam sobre a aplicação da fisioterapia motora precoce em pacientes com diagnósticos variados, mostrando que estes indivíduos saíram mais cedo da cama, deambularam em menos dias e tiveram um menor tempo de permanência na unidade de terapia intensiva e no hospital. Além disso, os pacientes que receberam fisioterapia motora precoce apresentaram um menor tempo de ventilação mecânica. Já o outro artigo compara a aplicação da eletroestimulação associada à fisioterapia em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica, mostrando um aumento na força muscular e menor tempo para a transferência destes indivíduos da cama para a cadeira em relação aos que receberam apenas fisioterapia. Os riscos da imobilização em doentes críticos ventilados mecanicamente não são bem esclarecidos. Entretanto, é evidente que os sobreviventes apresentem fraqueza e fadiga persistente, prejudicando sua qualidade de vida. A mobilização precoce é uma área nova e com poucas evidências até o momento. No entanto, recentes estudos têm confirmado que a mobilização em pacientes

  18. Insuficiencia renal aguda en pacientes de la Unidad de Cuidados Intensivos, Hospital Regional de Cuilapa, Santa Rosa, Guatemala

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronald J. Ajcalon

    2017-03-01

    Full Text Available La insuficiencia renal aguda, es una condición común en la Unidad de Cuidados Intensivos de Adultos (UCIA y probablemente una consecuencia de la enfermedad crítica que se asocia a resultados clínicos adversos, altos costos y una mortalidad de más del 50%, sobre todo si se requiere tratamiento de reemplazo renal. El objetivo fue determinar la incidencia de insuficiencia renal aguda en pacientes ingresados a la UCIA. El estudio fue prospectivo, longitudinal, observacional, en 101 pacientes ingresados en la UCIA del Hospital Regional de Cuilapa. Se diagnosticaron 101 pacientes durante el periodo de estudio con insuficiencia renal aguda represento el 27.4% del total de pacientes internados (368 en el servicio en un año. La incidencia de mortalidad en pacientes que requieren terapia de reemplazo renal y se encuentran en ventilación mecánica es del 100%. Del total de pacientes estudiados, según la escala Akin, se encontró que el 49.5% de los pacientes correspondían a grado II, aunque el grado I también fue frecuente (29%, y que el 22 % de los pacientes correspondían a grado III. La patología que mayormente se asoció al desarrollo de insuficiencia renal aguda fue sepsis grave con un 31%, seguido de pacientes sometidos a cirugía mayor e hipovolemia con el 21 y 18% respectivamente. Se halló una incidencia aumentada de insuficiencia renal aguda comparado con estadísticas internacionales, cuya etiología fue mayormente causada por procesos sépticos.

  19. Avaliação cardiológica de pacientes portadores de doença renal crônica: quais as lições?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Lordsleem

    2012-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC apresentam sinergismo entre fatores de risco tradicionais para aterosclerose e emergentes derivados do estado urêmico. OBJETIVO: Traçar o perfil epidemiológico de um grupo de pacientes com DRC submetido à avaliação cardiológica. MÉTODOS: Pacientes sintomáticos - com isquemia em cintilografia miocárdica e/ou disfunção sistólica ao ecodopplercardiograma - com idade maior que 50 anos e diabetes mellitus (DM como causa da DRC e aqueles com dois ou mais fatores de risco ateroscleróticos realizaram cineangiocoronariografia. Assintomáticos - não diabéticos e sem fatores de risco - foram investigados com ecodopplercardiograma e aqueles com único fator de risco, por meio de ecodopplercardiograma e cintilografia. RESULTADOS: Foram estudados 46 pacientes, 58,7% homens, idade de 50-70 ± 11,7 anos, 91,3% dialíticos. Tempo de hemodiálise: 61,96 ± 55,1 meses. Hipertensão arterial foi causa da DRC em 56,5%. Dos 28 pacientes (60,9% submetidos à cineangiocoronariografia, 53,6% apresentaram doença arterial coronariana (DAC. Os pacientes foram divididos em três grupos: com DAC (A, sem DAC (B e não submetidos à cineangiocoronariografia (C. Diferença significativa ocorreu entre os Grupos B e C na frequência de índice tibiobraquial (ITB anormal (p = 0,026, com ausência de ITB anormal no Grupo C e na média de idade, superior no B (p = 0,045. No Grupo A, 53,3% dos pacientes estavam em avaliação pré-paratireoidectomia (PTX. CONCLUSÃO: Este estudo confirmou a alta frequência de alterações cardiovasculares, inclusive de DAC, nos pacientes portadores de DRC, principalmente naqueles em diálise.

  20. Calidad de vida relacionada con la salud en pacientes con enfermedad renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Barros-Higgins

    2015-10-01

    Full Text Available Antecedentes. La calidad de vida relacionada con la salud se puede afectar en personas con enfermedad renal crónica. Objetivo. Determinar la calidad de vida relacionada con la salud de los pacientes con enfermedad renal crónica (ERC y su relación con variables sociodemográficas y datos clínicos. Materiales y métodos. Estudio analítico de corte transversal realizado en 80 personas con diagnóstico de enfermedad renal crónica. Participaron los pacientes que asistieron a la Unidad Renal y al servicio de hospitalización durante los meses de estudio. Se aplicó el cuestionario Kidney Disease Quality of Life (KDQOL-SF, valorando ocho dimensiones genéricas de la calidad de vida relacionada con la salud y tres específicas relacionadas con la enfermedad renal. Se compararon las variables socio demográficas y las relacionadas con la enfermedad con las dimensiones del KDQOOL-36. Resultados. El 23.5% de la población estudiada tenía entre 61 y 70 años y 51.3% eran hombres. Se obtuvieron promedios bajos en las dimensiones carga de la enfermedad renal (40.3, salud física (33.4 y salud mental (43.5 del componente genérico. Se encontró una correlación significativa de la edad con las dimensiones efectos de la enfermedad renal en la vida diaria (0.238, p=0.03 y el componente genérico salud física (-0.242, p=0.03. Un trabajo remunerado se correlacionó positivamente con los componentes genéricos salud física (0.499, p=0.001 y salud mental (0.375, p=0.001 y la carga de la enfermedad renal se correlacionó negativamente con el tiempo de diagnóstico de enfermedad renal (-0.241, p=0.02. Conclusión. La enfermedad renal crónica tiene una carga sobre la calidad de vida de los pacientes en términos de salud física, salud mental y carga de la enfermedad.

  1. Exercício físico em pacientes dialisados Physical exercise in dialyzed patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maycon de Moura Reboredo

    2007-12-01

    Full Text Available Pacientes portadores de doença renal crônica (DRC submetidos a tratamento dialítico apresentam alterações físicas e psicológicas que predispõem ao sedentarismo. Nesta população, a prescrição rotineira de exercícios físicos não é uma prática freqüente, especialmente no nosso país. No entanto, alguns autores têm demonstrado que um programa de exercícios para estes pacientes contribui para o melhor controle da hipertensão arterial, da capacidade funcional, da função cardíaca, da força muscular e, conseqüentemente, da qualidade de vida. Além dos benefícios relacionados ao sistema cardiovascular, a realização do exercício traz benefícios secundários, pois quebra a monotonia do procedimento, melhora aderência e pode aumentar a eficácia da diálise. Na presente revisão, os autores discutem aspectos da realização de exercícios físicos em pacientes portadores de DRC em diálise e apresentam dados iniciais de sua experiência com a aplicação de exercícios supervisionados durante as sessões de hemodiálise.Patients with chronic kidney disease (CKD on dialysis present physical and psychological limitations that induce to a sedentary life stile. The prescription of exercise for this population has not been common, especially in our country. In the last few years though, some authors have shown that exercising for these patients improves hypertension control, cardiac function, muscular strength, functional capacity and, consequently, their quality of life. Besides the benefits related to the cardiovascular system, exercise training during hemodialysis reduces the monotony of the procedure, improves adherence and contributes to the increase of dialysis efficacy. In this review, the authors discuss some aspects of exercise training in patients with CKD on dialysis and present their preliminary data of supervised exercises during hemodialysis sessions.

  2. Costos de intervenciones para pacientes con insuficiencia renal crónica Costs of intervention for patients with chronic renal disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Armando Arredondo

    1998-06-01

    Full Text Available INTRODUCCIÓN: Se presentan resultados sobre un estudio que pretendió identificar los costos de intervenciones en salud en el manejo de pacientes con insuficiencia renal crónica. MATERIAL Y MÉTODO: El método de costeo se basó en técnicas de consenso y de instrumentación de manejo de caso a través de la identificación de insumos y funciones de producción para la demanda de cada servicio solicitado. Las intervenciones costeadas incluyeron: diálisis peritoneal, hemodiálisis y trasplante renal. RESULTADOS: El costo por evento en US dóllares fué de $3.71, $57.95 y $ 8,778.32 respectivamente. En cuanto al costo de manejo anual de caso los resultados fueron: diálisis peritoneal $5,643.07, hemodiálisis $9,631.60 y trasplante $3,021.67. CONCLUSIONES: La información generada a partir de los costos de eventos difiere considerablemente de la información generada a partir del costo de manejo anual de caso. Estas diferencias resultan significativas para el diseño y evaluación de patrones de asignación de recursosINTRODUÇÃO: Apresentam-se os resultados sobre estudo que pretendeu identificar os custos de intervenções em saúde no manejo de pacientes com insuficiência renal crônica. MATERIAL E MÉTODO: O método de custeio teve como base técnicas de consenso e de instrumentação de manejo de caso a partir da identificação de insumos e funções de produção na demanda de cada serviço solicitado. As intervenções avaliadas nos seus custos foram: diálise peritoneal, hemodiálise e transplate renal. RESULTADOS: O custo por evento (diálise, hemodiálise e transplante em dólares foi de US$3.71, US$57.95 e US$8,778.32, respectivamente. Quanto ao custo do manejo anual de caso os resultados foram: diálise peritoneal US$5,643.07, hemodiálise US$9,631.60 e transplate renal de US$3,021.63. CONCLUSÕES: A informação gerada a partir dos custos de eventos difere consideravelmente do custo de manejo anual de caso.. Essas diferen

  3. Toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético

    OpenAIRE

    Luis Otávio Cavallazzi

    1985-01-01

    O autor descreve caso de toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético. Revisão da literatura quanto às causas predisponentes que comumente acompanham a toxoplasmose mostra que o diabetes até então não tinha sido relatado em associação com esta doença.

  4. Adaptacao do questionario de confianca no medico em pacientes com diabetes tipo 2 e seus companheiros

    National Research Council Canada - National Science Library

    da Graca Pereira, Maria; Pedras, Susana; Cunha Machado, Jose

    2013-01-01

    ... e uma boa validade descriminante em termos de idade e genero reunindo as condicoes para ser utilizado em pacientes diabeticos Portugueses e seus companheiros. Palavras-chave: Alianca para tratamento, diabetes mellitus, adesao. Abstract The present study focused on the psychometric properties of the Portuguese version of Trust in Phy...

  5. Prevalência da doença arterial obstrutiva periférica em doentes com insuficiência renal crônica

    OpenAIRE

    Aragão,José Aderval; Reis, Francisco Prado; Borges Neto,Roberto Ribeiro; Aragão,Marina Elizabeth Cavalcanti de Sant’Anna; Nunes, Marco Antonio Prado; Feitosa, Vera Lúcia Corrêa

    2009-01-01

    Contexto: A doença arterial obstrutiva periférica tem sido reconhecida como um sensível marcador de aterosclerose sistêmica e preditora de eventos cardiovasculares. Apesar da alta prevalência da doença cardiovascular, há poucos estudos sobre a doença arterial obstrutiva periférica em pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico. Objetivo: Determinar a prevalência de doença arterial obstrutiva periférica em pacientes com insuficiência renal crônica em uma clínica de re...

  6. Achados na ressonância magnética em pacientes com cervicobraquialgia

    OpenAIRE

    Silva, Gilka Amélia Antunes da

    2007-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Saúde Pública Esta pesquisa consiste em uma coorte histórica onde são selecionados 60 pacientes submetidos a exames de ressonância magnética da coluna cervical, que apresentavam como indicação clínica a cervicobraquialgia. O objetivo do trabalho é identificar, nestes exames, sinais de doença degenerativa da coluna cervical, nos pacientes em investigação clínica de cerv...

  7. Interações Medicamentosas Potenciais em Pacientes de Unidades de Terapia Intensiva

    OpenAIRE

    Liliana Batista Vieira; Adriano Max Moreira Reis; Rhanna Emanuela Fontenele Lima de Carvalho; Leila Márcia Pereira de Faria; Silvia Helena de Bortoli Cassiani

    2012-01-01

    O objetivo do estudo é determinar a frequência de interações fármaco-fármaco em prescrições de pacientes internados em unidades de terapia intensiva e analisar os fatores associados relativos à farmacoterapia e ao paciente. O estudo descritivo transversal foi realizado em dois hospitais de ensino da região centro oeste do Brasil. As interações medicamentosas potenciais foram identificadas nas prescrições do primeiro dia (24 horas) e do quinto dia (120 horas) de interna...

  8. Histórico de violência intrafamiliar em pacientes psiquiátricos

    OpenAIRE

    Ricardo da Costa Padovani; Lúcia Cavalcanti de Albuquerque Williams

    2008-01-01

    O objetivo da presente pesquisa foi caracterizar o histórico de violência intrafamiliar em pacientes psiquiátricos inseridos em tratamento de regime ambulatorial. Pretendeu-se, mais especificamente, identificar o tipo de violência vivenciada pelos usuários. Participaram do estudo 23 pacientes de ambos os sexos, em tratamento ambulatorial. A coleta de dados envolveu a aplicação de um roteiro de entrevista individual, com informações sobre o histórico de internação e violência intrafamiliar e c...

  9. Associação entre níveis de ferritina e peroxidação lipídica em pacientes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana M. Pedruzzi

    2015-06-01

    Full Text Available Resumo Introdução: A suplementação de ferro é uma das importantes recomendações em pacientes com doença renal crônica (DRC, contudo, uma sobrecarga desse mineral pode contribuir para o estresse oxidativo, condição essa bastante relacionada com o risco cardiovascular nesses pacientes. Objetivo: O objetivo desse trabalho foi investigar se os níveis de ferritina estão associados ao estresse oxidativo avaliado pelo malondialdeído (MDA em pacientes em hemodiálise (HD. Métodos: Vinte pacientes em tratamento de HD (55,0 ± 15,2 anos, tempo de diálise de 76,5 ± 46,3 meses, IMC 23,6 ± 3,0 kg/m2 foram comparados com 11 indivíduos saudáveis (50,9 ± 8,0 anos, IMC 23,8 ± 1,9 kg/m2. O nível de MDA foi medido pela reação com o ácido tiobarbitúrico e os dados bioquímicos de rotina foram obtidos por meio do prontuário médico. Resultados: Os pacientes em HD apresentaram elevados níveis de MDA (13,2 ± 5,3 nmol/mL quando comparados aos indivíduos saudáveis (5,1 ± 2,7 nmol/mL; p < 0,01. Doze pacientes (60% apresentaram valores de ferritina superiores a 500 ng/mL e houve correlação positiva entre ferritina e MDA nos pacientes HD (r = 0,66; p = 0,005; n = 17. Conclusão: O excesso dos estoques de ferro em pacientes em HD resulta em um aumento da peroxidação lipídica e, consequentemente, contribui para um maior estresse oxidativo nesses pacientes.

  10. Crises parciais motoras induzidas por movimentos em pacientes diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glória M. A. S. Tedrus

    1991-12-01

    Full Text Available Levando em conta o número restrito de casos em âmbito internacional e a ausência de publicações na literatura nacional, os autores apresentam três casos de crises motoras focais induzidas por movimentos em pacientes diabéticos com mais de 50 anos de idade. As crises eram numerosas, sendo também desencadeadas ao serem assumidas determinadas posturas. Em dois casos havia hiperglicemia não cetótica. Todos os pacientes apresentavam hemiparesia e, em dois, tal déficit desapareceu após o cotnrole das crises. No outro paciente a hemiparesia era decorrente de acidente vascular cerebral isquêmico instalado 6 meses antes. Síndrome parietal transitória foi observada nos três pacientes. O EEG crítico mostrou, em dois pacientes, descargas na região parieto-occipital e, em um, na região temporal média contralateral. As crises foram resistentes aos anticonvulsivantes, só havendo controle com o tratamento dos distúrbios metabólicos. São discutidos aspectos clínico-eletren-cefalográficos e etiopatogênicos. A pesquisa do caráter reflexo das crises e a dosagem da glicemia devem ser feitas em todos os pacientes idosos com crises motoras focais, face às implicações de ordem terapêutica e prognóstica.

  11. Avaliação das manifestações bucais nos pacientes com insuficiência renal

    OpenAIRE

    Lourdes Vanesa Chacon Hurtado

    2009-01-01

    Nos últimos anos observou-se incremento na incidência e prevalência da insuficiência renal crônica (IRC). Além da grande repercussão bucal que esta alteração sistêmica traz, é importante que esses pacientes tenham sua saúde bucal adequada e controlada, frente à possibilidade eminente do transplante renal. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o paciente com IRC atendido no Centro de Atendimento a Pacientes Especiais da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (CAPE-FOUSP), i...

  12. Achados oculares em pacientes com mielomeningocele: 72 casos Ocular findings in 72 patients with meningomyelocele

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Fialho Cronemberger

    2000-10-01

    Full Text Available Objetivo: Estudar as alterações oculares em pacientes com mielomeningocele. Material e Método: Realizado estudo retrospectivo em 72 pacientes com mielomeningocele, descrevendo as alterações oculares presentes nessa população, além de correlacionar com a presença ou não de hidrocefalia. Resultados: Dos 72 pacientes com mielomeningocele, com idade variando de 5 meses a 18 anos, 64 (88,9% pacientes tinham hidrocefalia. Destes 64 pacientes, 36 (56,3% tinham estrabismo, sendo que 21 (58,3% eram endotrópicos, 13 (36,1% exotrópicos, 1 (2,8% exofórico e 1 (2,8% com estrabismo discinético. Do total dos 72 pacientes estudados 38 (52,8% eram estrábicos. A anisotropia foi encontrada em 16 (22,2% pacientes, sendo que em 14 (87,5% em A e em 2 (12,5% em V. Todos os 16 pacientes com anisotropia apresentavam hidrocefalia. O erro refrativo mais freqüente foi a hipermetropia encontrada em 64 (44,4% olhos. Atrofia óptica foi encontrada em 9 (12,5% pacientes. Conclusão: A mielomeningocele, associada a hidrocefalia, apresenta uma porcentagem de estrabismo maior do que o encontrado na população normal.Purpose: To study ocular findings in patients with meningomyelocele. Methods: A retrospective study of 72 patients with myelomeningocele was performed to evaluate ocular motility disorders, refractive errors and indirect ophthalmoscopy findings. Results: In a group of 72 patients with myelomeningocele, aged 5 month -- 18 years, 64 (88.9% had hydrocephalus. Of this group of 64 patients, 36 (56.3% had strabismus, 21 (58.3% of whom were esotropic, and 13 (36.1% exotropic, 1 (2.8% exophoric and 1 (2.8% presented sometimes esotropia and sometimes exotropia. Of the total of 72 studied patients, 38 (52.8% had strabismus. Anisotropia was found in 16 (22.2% patients, 14 (87.5% with an A pattern and 2 (12.5% with a V pattern. The most frequent refractive error was hyperopia, found in 64 (44.4% eyes. All the 16 patients with anisotropia had hydrocephalus

  13. INSUFICIENCIA RENAL AGUDA CON UREMIA NORMAL EN PACIENTE MONO-RENO SECUNDARIA A PIELONEFRITIS AGUDA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Musso CG

    2006-03-01

    Full Text Available RESUMEN:La insuficiencia renal aguda es un sindrome que característicamente cursa con niveles plasmáticos elevados de urea y creatinina. Sin embargo, hay situaciones clínicas en las cuales este sindrome puede cursar con un incremento de la creatininemia sin presentar elevación de la uremia.En este reporte presentamos un caso clínico de una insuficiencia renal aguda con uremia normal secundaria a una pielonefritis aguda en un paciente con riñón único. El paciente presentaba una elevada excreción fraccional de urea lo cual podía explicar su uremia normal pese a estar cursando una caída del filtrado gomerular. Dicha excreción de urea elevada fue interpretada como secundaria a una diabetes insipida nefrogénica y una alteración en el recirculado intra-renal de la urea ambos producto de la pielonefritis aguda. Concluimos que la pielonefritis aguda en un paciente mono-reno puede presentarse con un patrón de insuficiencia renal aguda con uremia normal. SUMMARYAcute renal failure is a syndrome that usually runs with an increase in creatinine and urea plasma levels. However, there are clinical situations in which this syndrome may run with an increase in plasma creatinine keeping normal the urea one.In this report we present a case of acute renal failure with normal plasma urea level secondary to an acute pyelonephritis in a single kidney patient. The patient had an increased fractional excretion of urea which could explain the normal plasma urea levels found despite of his reduced glomerular filtration. This increased urea excretion state was interpreted as a consequence of the nephrogenic diabetes insipidus and alteration of the intra-renal urea reciclying process that the acute pyelonephritis induced. In conclusion: Acute pyelonephritis in a single kidney patient can appear as a pattern of acute renal failure with normal plasma urea levels.

  14. INSUFICIENCIA RENAL AGUDA CON UREMIA NORMAL EN PACIENTE MONO-RENO SECUNDARIA A PIELONEFRITIS AGUDA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Musso CG

    2007-04-01

    Full Text Available RESUMENLa insuficiencia renal aguda es un sindrome que característicamente cursa con niveles plasmáticos elevados de urea y creatinina. Sin embargo, hay situaciones clínicas en las cuales este sindrome puede cursar con un incremento de la creatininemia sin presentar elevación de la uremia. En este reporte presentamos un caso clínico de una insuficiencia renal aguda con uremia normal secundaria a una pielonefritis aguda en un paciente con riñón único. El paciente presentaba una elevada excreción fraccional de urea lo cual podía explicar su uremia normal pese a estar cursando una caída del filtrado gomerular. Dicha excreción de urea elevada fue interpretada como secundaria a una diabetes insipida nefrogénica y una alteración en el recirculado intra-renal de la urea ambos producto de la pielonefritis aguda. Concluimos que la pielonefritis aguda en un paciente mono-reno puede presentarse con un patrón de insuficiencia renal aguda con uremia normal.SUMMARYAcute renal failure is a syndrome that usually runs with an increase in creatinine and urea plasma levels. However, there are clinical situations in which this syndrome may run with an increase in plasma creatinine keeping normal the urea one. In this report we present a case of acute renal failure with normal plasma urea level secondary to an acute pyelonephritis in a single kidney patient. The patient had an increased fractional excretion of urea which could explain the normal plasma urea levels found despite of his reduced glomerular filtration. This increased urea excretion state was interpreted as a consequence of the nephrogenic diabetes insipidus and alteration of the intra-renal urea reciclying process that the acute pyelonephritis induced. In conclusion: Acute pyelonephritis in a single kidney patient can appear as a pattern of acute renal failure with normal plasma urea levels.

  15. Qualidade de vida de pessoas com doença renal crônica em tratamento hemodialítico Calidad de vida del paciente renal crónico en tratamiento hemodialítico Quality of life in chronic kidney failure patients receiving hemodialysis treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marielza R. Ismael Martins

    2005-10-01

    Full Text Available Este estudo descritivo objetiva avaliar a qualidade de vida de pessoas em tratamento de hemodiálise (HD e identificar as atividades cotidianas que podem comprometer sua qualidade de vida. Foram pesquisadas 125 pessoas com insuficiência renal crônica (IRC em tratamento de hemodiálise, mediante o Questionário Genérico de Qualidade de Vida SF-36 e as atividades cotidianas por uma entrevista semi-estruturada. Os dados foram submetidos à análise estatística, com nível de significância de 5%. Os resultados evidenciaram prejuízo na qualidade de vida, demonstrando menores escores nos domínios dos aspectos físicos, emocionais e vitalidade. Verificou-se correlação negativa entre tempo de HD e componente físico (r = - 0,75. As atividades corporais e recreativas foram as mais comprometidas tanto na amostra global quanto na estratificada por sexo. Observou-se correlação negativa entre tempo de HD e as atividades cotidianas: trabalho, atividades domésticas e atividades práticas.Estudio descriptivo que objetiva analizar las variables de la calidad de vida del enfermo renal crónico en tratamiento hemodialítico (HD y conocer las actividades cotidianas y las implicaciones en la calidad de vida. Se investigó a 125 enfermos renales crónicos en tratamiento hemodialítico mediante el Cuestionario Genérico de la Calidad de Vida SF-36, y las actividades cotidianas a través de entrevista semiestructurada. Los datos fueron sometidos al análisis estadístico con nivel de significancia de 5%. Los resultados revelaron empeoramiento de la calidad de vida en aspectos físicos, emocionales y vitalidad. Se encontró correlación negativa entre tiempo de HD y las variables da calidad de vida en el componente físico (r = - 0.75. Las actividades corporales y de recreación fueron las más perjudicadas en la muestra global y la muestra estratificada en género. El tiempo de HD también tiene correlación negativa con las actividades cotidianas de

  16. La adherencia terapéutica en el paciente trasplantado renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Rocío Ruiz Calzado

    2013-12-01

    Full Text Available En los pacientes con enfermedad renal crónica portadores de un trasplante renal, la adherencia al tratamiento es crucial para prevenir el rechazo, pérdida del injerto, y la morbilidad adicional. Objetivo: conocer la producción científica actual de la adherencia al tratamiento de pacientes trasplantados de riñón y las variables que pueden influir. Método: Se realizó una búsqueda en las bases de datos de Scielo, PubMed, The Chocrane, Science Direct y Google académico. Se incluyeron artículos científicos escritos en inglés y español. Se analizaron los artículos que trataban la adherencia al tratamiento inmunosupresor de pacientes trasplantados de riñón, excluyendo los pacientes pediátricos. Resultados: La adherencia al tratamiento inmunosupresor por parte de estos pacientes es relativamente baja debido a la influencia de varios factores. La complejidad del tratamiento y el tiempo postrasplante, tienen una importante correlación negativa con la adherencia. El olvido u otras ocupaciones, se relaciona de forma significativa con la no adherencia no intencional por parte de los pacientes. Los grupos de edad con menos adherencia son los más jóvenes seguidos de los más mayores, y los más adherentes los adultos. En algunos países, la falta de adherencia se debe a que el elevado coste del tratamiento inmunosupresor corre por cuente del paciente. Por otro lado, las variables que no parecen influir de forma concluyente, son: el estado civil o modo de vida, efectos secundarios, nivel socioeconómico y educativo, situación laboral, raza, creencias en la necesidad y factores psicológicos. Por último, la variable de género es claramente la única que no influye sobre la falta de adherencia, ya que una mayoría de estudios demuestran que no influyen frente a solo dos que consideran que los varones son los menos adherentes. Conclusiones: los pacientes trasplantados de riñón presentan altos porcentajes de falta de adherencia al

  17. Peritonites em pacientes em diálise peritoneal: análise de um único centro brasileiro segundo a Sociedade Internacional de Diálise Peritoneal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Elizabeth Figueiredo

    2013-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A peritonite continua sendo a maior complicação para os pacientes em diálise peritoneal (DP. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo determinar as taxas de peritonite por episódio/ano (ep./ ano, ep./ano por microrganismo causador e pela mediana do número de peritonites nos pacientes em diálise peritoneal do Serviço de Nefrologia do Hospital São Lucas da PUCRS. MÉTODOS: Estudo retrospectivo e descritivo, no qual a amostra foi composta de pacientes que fizeram diálise peritoneal no Serviço de Nefrologia do HSL no período de 1984 a agosto de 2012; foram considerados somente os que possuíam dados completos. RESULTADOS: Dos 427 pacientes analisados, 53,2% eram do sexo feminino, com idade média de 48,0 ± 19,9 anos, 13% (56 de diabéticos e 71,5% (303 dos pacientes realizavam seu próprio tratamento. Ocorreram 503 episódios de peritonite e 255 pacientes tiveram pelo menos uma peritonite. Staphylococcus coagulase negativo foi o microrganismo mais prevalente. As causas de saída de tratamento foram óbito, transplante renal e peritonite, com 34,4, 25,8 e 19,2%, respectivamente. A taxa de peritonite foi de 0,63 ep./ano e ep./ ano por microrganismo foi de 0,18 ep./ ano para Staphylococcus coagulase negativo, e de 0,12 ep./ano para Staphilococcus aureus e Gram negativos. A mediana da unidade foi de 0,41. CONCLUSÃO: A taxa de peritonite ep./ano, e a mediana dos pacientes estudados encontram-se dentro do mínimo preconizado, mas abaixo das metas sugeridas, assim como a caracterização de ep./ano por microrganismo.

  18. Fatores terapêuticos em um grupo de apoio para pacientes psiquiátricos ambulatoriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guanaes Carla

    2001-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO/OBJETIVOS: O emprego da psicoterapia de grupo no atendimento em saúde mental, sobretudo em contextos institucionais, tem se expandido aceleradamente, não havendo uma expansão correlata de pesquisas na área, conforme aponta a literatura especializada. Objetivou-se compreender algumas possibilidades e alguns limites de um grupo de apoio de curta duração (16 sessões para pacientes psiquiátricos ambulatoriais, investigando os fatores terapêuticos que operam nesse grupo, segundo a percepção de seus participantes. MÉTODOS: Questionários do Incidente Crítico (QIC, observação e registro do grupo, consultas aos prontuários dos pacientes e notas de campo constituíram as fontes de dados. A análise das respostas dos pacientes ao QIC foi realizada por procedimentos de avaliação categorial de conteúdo, tendo como base um sistema descritivo dos fatores terapêuticos proposto na literatura. As demais fontes foram tomadas como dados de contexto dos sentidos produzidos pelos pacientes em suas respostas ao QIC. RESULTADOS: Os resultados remetem a dez categorias derivadas da percepção dos pacientes, indicativas de vivências terapêuticas e não-terapêuticas no grupo. DISCUSSÃO/CONCLUSÃO: Este estudo possibilita uma compreensão sobre o modo como os pacientes vivenciaram o processo desse grupo, tendo em vista os sentidos que produziram a partir de sua participação neste, e, em conjunção com a compreensão de seus quadros clínicos, situa algumas possibilidades e alguns limites desse tipo de tratamento em saúde mental, considerando o contexto em que ocorre e a clientela que usualmente o integra.

  19. Valoración de las pruebas de función renal en pacientes con insuficiencia cardiaca congestiva

    OpenAIRE

    Perez Canga, José Luis

    2015-01-01

    Introducción: Recientemente ha aumentado el interés en estudiar la Enfermedad Renal Crónica (ERC) junto con las enfermedades que frecuentemente se presentan asociadas a ella, como son la ICC y la Anemia, con las que se sabe que comparte una interdependencia fisiopatológica y pronóstica. Objetivos: Estudiar la función renal en pacientes con ICC y además estudiar la asociación entre la función renal y anemia en pacientes con ICC,...

  20. Insuficiencia renal aguda en pacientes de la Unidad de Cuidados Intensivos, Hospital Regional de Cuilapa, Santa Rosa, Guatemala

    OpenAIRE

    Ronald J. Ajcalon

    2017-01-01

    La insuficiencia renal aguda, es una condición común en la Unidad de Cuidados Intensivos de Adultos (UCIA) y probablemente una consecuencia de la enfermedad crítica que se asocia a resultados clínicos adversos, altos costos y una mortalidad de más del 50%, sobre todo si se requiere tratamiento de reemplazo renal. El objetivo fue determinar la incidencia de insuficiencia renal aguda en pacientes ingresados a la UCIA. El estudio fue prospectivo, longitudinal, observacional, en 101 pacientes ing...

  1. Prevalencia,evolución y factores de riesgo asociados a insuficiencia renal en pacientes infectados por VIH de nuestro

    OpenAIRE

    Juega Mariño, Francisco Javier; Romero, Ramon

    2011-01-01

    El objetivo es Establecer la prevalencia de insuficiencia renal en pacientes infectados por el VIH de nuestro medio, factores de riesgo asociados y evolución de esta función renal. Estudio descriptivo prospectivo de 1596 pacientes VIH +. 2 cortes transversales de la muestra: Nov´08-Feb´09 y Jul–Sept´10. Datos sobre múltiples variables disponibles en cada corte. Se dividió la muestra en GRUPO 1: FG ≤ 60 ml/min/1,73 m2 y GRUPO 2: FG > 60 ml/min/1,73 m2. Prevalencia de insuficiencia renal 4-5%. ...

  2. Prevalência de disfunção craniomandibular em pacientes portadores de próteses totais duplas e pacientes dentados naturais

    OpenAIRE

    2010-01-01

    O presente estudo avaliou a prevalência de sintomas de disfunção craniomandibular (D.C.M.) em sessenta pacientes desdentados totais portadores de próteses totais duplas (Grupo 1) comparados com sessenta pacientes dentados naturais (Grupo 2 ). Todos os pacientes entrevistados pertenciam à faixa etária de 50 a 70 anos, procedimento que visou minimizar a influência da idade nos resultados da investigação. Os dados foram levantados por ...

  3. Variações no posicionamento dos eixos visuais em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciela Scalco Brum

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar as variações no ângulo de posicionamento ocular pós-operatório em pacientes submetidos a cirurgias para correção de estrabismo e identificar possíveis fatores de risco associados a tal ocorrência. MÉTODOS: Foi realizado estudo retrospectivo de 819 pacientes portadores de estrabismo submetidos à cirurgia para correção do desvio ocular entre janeiro de 1995 e dezembro de 2005 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Os pacientes foram divididos em quatro grupos quanto ao tipo de desvio pré-operatório (esotropia alternante, esotropia monocular, exotropia alternante e exotropia monocular e as variações no posicionamento ocular foram quantificadas em cada grupo. RESULTADOS: A prevalência de variações no posicionamento ocular (pós-operatório maiores que 10∆ entre o total de pacientes estudado foi de 33,5% (274 pacientes. Entre estes, foi verificada maior frequência de desvios no sentido exotrópico (178 pacientes ou 65,0% do que no sentido esotrópico (96 pacientes ou 35,0%, diferença esta que foi estatisticamente significativa (teste do qui-quadrado; p<0,001. CONCLUSÕES: Instabilidade no posicionamento ocular pode ocorrer ao longo do tempo em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo. Tal ocorrência reforça a necessidade do desenvolvimento de alternativas terapêuticas a fim de proporcionar maior estabilidade ao sistema oculomotor no pós-operatório de cirurgias de estrabismo.

  4. Revascularização do miocárdio em pacientes após a oitava década de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ALMEIDA Rui Manuel Sequeira de

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a morbi-mortalidade hospitalar e a qualidade de vida de pacientes, acima de 70 anos de vida, submetidos à operação de revascularização do miocárdio (CRM. CASUÍSTICA E MÉTODOS: No período de julho de 1992 a fevereiro de 2000, foram realizadas 507 CRM, no Serviço de Cirurgia Cardiovascular do Instituto de Moléstias Cardiovasculares de Cascavel. Em 70 destes casos os pacientes tinham idade igual ou superior a 70 anos. Neste grupo predominou o sexo masculino, em 57% dos casos, e a idade média foi de 72,9 anos (70-85 anos. Vinte e seis pacientes apresentavam hipertensão arterial sistêmica, 25 doença pulmonar obstrutiva crônica importante, 17 diabete melito e 8 insuficiência renal crônica, no pré-operatório. Trinta e sete pacientes apresentavam infarto agudo do miocárdio (IAM pré-operatório, sete haviam sido submetidos à angioplastia transluminal percutânea, sete apresentavam lesão de tronco de artéria coronária esquerda e um havia sido submetido à CRM anteriormente. Foram realizados 2,8 enxertos/ paciente, sendo usados condutos arteriais em 53% dos casos. Foi realizada endarterectomia em sete artérias, aneurismectomia de ventrículo esquerdo em sete pacientes e ventriculectomia parcial esquerda em um. A operação foi realizada em caráter de emergência em nove casos. Houve necessidade de contrapulsação aórtica em quatro pacientes. RESULTADOS: O tempo médio de permanência na UTI e no hospital foi de 4 (1-24 e 12,2 (3-34 dias, respectivamente. A mortalidade hospitalar geral foi de 7,1%. Quando analisada por subgrupos, a mortalidade dos pacientes de 70 a 74 anos (57 casos foi de 5,3%, e a dos últimos 35 casos de 2,8%. No pós-operatório imediato, as complicações mais freqüentes foram: insuficiência respiratória (10, arritmia atrial (7, alteração de conduta (6, infecção pulmonar (6, embolia pulmonar (5, síndrome de baixo débito (4, IAM (3, AVC (3, insuficiência renal aguda (4 e

  5. Espasmo hemifacial resultados da descompressão microvascular em 53 pacientes

    OpenAIRE

    Paulo Niemeyer Filho; Marcelo Bezerra; Gabriel Mufarrej

    1990-01-01

    Num período de 10 anos, 53 pacientes com espasmo hemifacial foram submetidos a 54 procedimentos de descompressão microvascular da raiz do facial, na fossa posterior. A técnica empregada foi a mesma desenvolvida por Jannetta e o resultado cirúrgico inicial foi considerado excelente em 91% dos casos. O follow-up variou de 60 dias a 7 anos, cora 40 pacientes acompanhados por mais de 2 anos e 16, por mais de 5 anos. Apenas um paciente apresentou reciciva dos espasmos. Não houve óbito e as complic...

  6. Memoria prospectiva em pacientes com doença de alzheimer leve

    OpenAIRE

    2008-01-01

    A memória prospectiva (MP) vem sendo investigada como uma das formas de memória mais precocemente alteradas nos quadros de doença de Alzheimer (DA). O objetivo deste estudo foi estudar a MP em pacientes com DA e verificar se esta está particularmente alterada nos estágios iniciais da doença. Foram estudados 20 pacientes com DA leve com MEEM (Mini-Exame do Estado Mental) entre 16 e 24 e CDR = 1 e 20 sujeitos controles sem doenças neurológicas ou psiquiátricas, pareados com o grupo de pacientes...

  7. Timectomia na miastenia grave: avaliação dos resultados em 73 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Lamartine de Assis

    1978-03-01

    Full Text Available Foi feita avaliação dos resultados da timectomia transtorácica em 73 pacientes com miastenia grave generalizada, sendo 64 não timomatosos e 9 com timomas. Os resultados foram analisados à curto, médio e, em muitos casos, a longo prazo. Foi feito, também um estudo comparativo dos resultados em relação à idade, sexo, tempo de doença e à presença ou não do timoma. A experiência adquirida neste grupo de pacientes sugere que a timectomia transtorácica é método terapêutico útil na miastenia grave generalizada não timomatosa; seu efeito benéfico aparece no pós-operatório mediato e se mantém a longo prazo na maioria dos pacientes. Os resultados da timectomia em pacientes com timoma foram menos favoráveis. A análise estatística não mostrou diferenças significantes na evolução pós-operatória entre os pacientes não timomatos selecionados e não selecionados.

  8. Papel da lipocalina associada à gelatinase neutrofílica (NGAL urinária na nefrotoxicidade da cisplatina em pacientes com câncer de cabeça e pescoço

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Alberto Batista Peres

    2014-09-01

    Full Text Available Introdução: A injúria renal aguda (IRA em pacientes que recebem a cisplatina é comum, portanto, a avaliação da função renal em pacientes utilizando drogas nefrotóxicas é fundamental. Objetivo: Avaliar a incidência da IRA e o papel da lipocalina associada à gelatinase neutrofílica (NGAL na avaliação da função renal em pacientes com câncer de cabeça e pescoço (CCP que receberam a cisplatina. Métodos: Foram avaliados prospectivamente 50 pacientes com CCP, tratados com três sessões de cisplatina. Foram coletados sangue e urina 24 horas antes da cisplatina, 24 horas após a infusão, 48 horas após cada aplicação e 35 dias após o término do tratamento (NGAL urinária, proteína C reativa, creatinina e taxa de filtração glomerular, desidrogenase lática e magnésio plasmáticos. Resultados: A IRA foi observada em 78% dos pacientes. Houve aumento na creatinina, ureia e queda na TFG após cada ciclo de cisplatina, e aumento da NGAL urinária. Foi observada associação positiva entre os níveis de NGAL e a creatinina e PCR. Evidenciou-se um aumento dos níveis de creatinina, NGAL, PCR e diminuição da TFG nos pacientes com IRA em relação aos pacientes sem IRA. Conclusão: Observamos IRA em 78% dos pacientes avaliados com CCP tratados com a cisplatina e correlação da NGAL com a creatinina e a TFG em demonstrar lesão renal. Os níveis de NGAL podem estar elevados em relação aos níveis basais, mesmo antes da utilização da cisplatina.

  9. Há associação entre acyl-grelina e inflamação em pacientes em hemodiálise?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda de Faria Barros

    2013-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Pacientes com doença renal crônica (DRC apresentam um quadro de anorexia que pode estar relacionado com o processo inflamatório crônico, característico desta população. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar se há associação entre inflamação e o hormônio orexígeno, acyl-grelina, em pacientes com DRC em hemodiálise (HD. MÉTODOS: Foram estudados 36 pacientes (61,1% homens; 46,7 ± 14,9 anos; IMC 22,9 ± 3,9 kg/m² em programa regular de HD (65,0 ± 46,8 meses em HD. Os níveis plasmáticos de acyl-grelina e dos marcadores inflamatórios (TNF-α, IL-6 e PCR foram medidos com o uso do método imunoenzimático (ELISA, Enzyme Linked Immunosorbent Assay. Dados antropométricos foram coletados para avaliação do estado nutricional e a ingestão alimentar foi analisada por meio de recordatório alimentar de 24h de 2 dias. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram elevados níveis de IL-6 (83 ± 10 pg/mL, TNF-α (21,06 pg/mL [20,6-40,0] e PCR (2,7 pg/mL [1,7-3,4] quando comparados a valores normais. Os níveis plasmáticos de acyl-grelina (18,0 pg/mL [1,3-77,7 pg/mL] foram baixos comparados com valores de indivíduos saudáveis. Porém, pacientes com elevado IMC (> 25 kg/m² apresentaram menores concentrações plasmáticas de acyl-grelina (13,6 [1,3-30,5] pg/mL em relação aos pacientes com IMC < 25 kg/m² (21,7 [7,4-77,7] pg/mL (p < 0,05. Houve correlação negativa entre o IMC e acyl-grelina (r = -0,38; p = 0,02, porém, não houve correlação significativa entre acyl-grelina e os marcadores inflamatórios. CONCLUSÃO: Apesar dos pacientes em HD apresentarem baixas concentrações de acyl-grelina e uma provável resistência a este hormônio, não houve associação entre inflamação e acyl-grelina.

  10. Estudo comparativo de indicadores nutricionais em pacientes com neoplasias do trato digestório

    OpenAIRE

    Leandro-Merhi, Vânia Aparecida; Tristão, Ana Paula; Moretto,Maria Clara; Fugulin, Natália Maria; Portero-McLellan,Kátia Cristina; AQUINO,José Luiz Braga de

    2008-01-01

    RACIONAL: O câncer tem sido considerado atualmente como um dos principais problemas de saúde pública em todo o mundo e os tumores mais frequentes são os dos tratos gastrintestinal e o respiratório. OBJETIVO: Comparar indicadores do estado nutricional em pacientes portadores de neoplasias do trato digestório. MÉTODO: Estudo comparativo de indicadores nutricionais (antropométricos, laboratoriais e dietéticos), entre 28 pacientes portadores de neoplasias do trato digestório (esofágicas, gástrica...

  11. Viscossuplementação em pacientes com artropatia hemofílica

    OpenAIRE

    Zelada,Flávio; de Almeida, Adriano Marques; Pailo, Alexandre Felicio; Bolliger Neto,Raul; Okazaki,Erica; de Rezende, Márcia Uchôa

    2013-01-01

    OBJETIVO: Avaliar se a viscossuplementação com ácido hialurônico em pacientes com artropatia hemofílica grave associada com triancinolona após a lavagem articular com soro fisiológico melhora a dor, a rigidez, a função e a qualidade de vida. MÉTODOS: Onze pacientes com artrite hemofílica de joelhos com e sem acometimento de outras articulações (tornozelos e cotovelos) foram submetidos a lavagem articular com soro fisiológico e subsequente infiltração de hilano e triancinolona em todas as arti...

  12. Indicadores de neuropatia autonômica cardiovascular em pacientes com diabetes tipo 1

    OpenAIRE

    Lucianne Righeti Monteiro Tannus

    2014-01-01

    A Neuropatia autonômica cardiovascular (NAC), apesar de ter sido apontada como fator de risco independente para doença cardiovascular (DCV) em pacientes com diabetes tipo 1 (DM1), permanece subdiagnosticada. Os objetivos do trababalho foram determinar a prevalência de NAC e seus indicadores clínicos e laboratoriais em pacientes com DM1 e a associação com outras complicações crônicas do diabetes, além de avaliar a concordância entre os critérios diagnósticos da NAC determinados pelos parâmetro...

  13. La dieta del paciente renal: ¿Se puede incluir pescado? Renal patient's diet: Can fish be included?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. I. Castro González

    2012-10-01

    Full Text Available Introducción: El tratamiento de las enfermedades renales, que son un grave problema de salud pública, es muy complicado. La terapia nutrimental busca retardar la progresión de la enfermedad, mantener un buen estado nutricio y prevenir el desarrollo de comorbilidades. Objetivo: El objetivo del presente estudio fue analizar diez especies de pescado de consumo cotidiano para identificar aquellas que por su bajo aporte de fósforo, proteína de alto valor biológico y su aporte de ácidos grasos n-3 puedan incluirse en la dieta del paciente renal. Material y métodos: Se analizaron las siguientes especies: Bonito, Cabezona, Chucho, Escolar, Espada, Golondrina, Lenguado, Lobina, Mojarra rayada y Pámpano, siguiendo las técnicas de la AOAC y Keller, para determinar su contenido de proteína, fósforo, sodio, potasio, colesterol, vitaminas D3 y E y ácidos grasos n-3 EPA + DHA. Posteriormente se evaluaron las relaciones entre estos nutrimentos. Resultados: Las especies analizadas presentaron valores de proteína desde 16,5 g/100 g de filete (Lobina hasta 27,2 g/100 g (Cabezona, el valor de fósforo más bajo fue de 28,6 mg/100 g (Mojarra rayada y el más alto fue 216,3 mg/100 g (Chucho. 80% de las especies presentaron > 100 mg EPA + DHA en 100 g de filete. Por su relación Fósforo/g Proteína todos los pescados excepto Escolar y Espada, pueden incluirse; la relación más baja de fósforo/EPA + DHA se presentó en Bonito, Escolar, Golondrina, Lobina, Mojarra rayada. Conclusiones: El Pámpano es la especie más recomendada para los pacientes renales por las relaciones entre todos sus nutrimentos; aunque todas las especies, excepto Escolar y Espada, pueden formar parte de la alimentación renal.Introduction: Medical and nutritional treatment for renal disease, now a major public health issue, is highly complicated. Nutritional therapy must seek to retard renal dysfunction, maintain an optimal nutritional status and prevent the development of

  14. Resposta renal à maltodextrina e ao treinamento em diferentes intensidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cátia Fernandes Leite

    2015-03-01

    Full Text Available O objetivo foi investigar a resposta renal à ingestão de maltodextrina e à natação de padrão aeróbio ou anaeróbio de alta intensidade em ratos. Materiais e métodos O protocolo consistiu de oito semanas de natação em padrão aeróbio (sobrecarga 5% ou intermitente (sobrecarga 10%. Durante 37 dias os animais foram suplementados, por meio de gavagem, com uma dose diária de 0,48g.Kg−1 de maltodextrina dissolvida em água ou receberam água pura, antes do treinamento. Resultados O treinamento anaeróbio ocasionou aumento nas concentrações de ácido úrico, creatinina e proteínas totais e redução no glicogênio renal. A maltodextrina causou aumento no glicogênio renal. Conclusão A maltodextrina e o treinamento anaeróbio proporcionaram alterações nos parâmetros de função renal em resposta desse órgão a esses estímulos externos.

  15. Prevalência de anemia e insuficiência renal em portadores de insuficiência cardíaca não-hospitalizados

    OpenAIRE

    Reis, Francisco José Farias Borges dos; Fernandes, André Maurício Souza; Bitencourt, Almir Galvão Vieira; Neves, Flávia Branco Cerqueira Serra; Kuwano,André Yoichi; França,Victor Hugo Pinheiro; de Macedo, Cristiano Ricardo Bastos; Cruz,Cristiano Gonçalves da; Sahade, Viviane; Aras Júnior, Roque

    2009-01-01

    FUNDAMENTOS: Insuficiência cardíaca (IC) é uma doença comum com alta taxa de mortalidade. Anemia e insuficiência renal (IR) são frequentemente encontradas em portadores de IC associadas com maior gravidade da doença cardíaca e pior prognóstico. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de anemia e insuficiência renal, bem como a associação entre esses dois quadros, em portadores de IC não hospitalizados. MÉTODOS: Foram observados pacientes acompanhandos na clínica de IC de um hospital universitário de ...

  16. Acometimento cardíaco em pacientes com doença de Chagas aguda em microepidemia familiar, em Abaetetuba, na Amazônia Brasileira

    OpenAIRE

    Pinto, Ana Yecê das Neves; Harada,Geraldo Saburo; Valente,Vera da Costa; Abud,José Elson Araújo; Gomes,Francisco dos Santos; Souza,Gilberto César Rodrigues de; Valente,Sebastião Aldo da Silva

    2001-01-01

    Os autores mostram os principais achados clínicos relativos ao acometimento cardíaco, em pacientes portadores de doença de Chagas aguda em mais um episódio de microepidemia familiar na Amazônia brasileira. Foram estudados 13 pacientes com doença de Chagas aguda, procedentes do município de Abaetetuba-PA e submetidos à avaliação clínica e cardiológica, eletrocardiograma e ecocardiograma. As extra-sístoles supraventriculares e/ou ventriculares ocorreram em 38,5% dos casos. Bloqueios de ramo dir...

  17. Uso da eritropoetina recombinante humana no tratamento da anemia associada à insuficiência renal crônica

    OpenAIRE

    Carvalho, Mauricio de

    2013-01-01

    Resumo: A anemia acompanha a insuficiencia renal cronica e esta presente na maioria dos pacientes em dialise. O objetivo deste estudo foi analisar o efeito de seis meses de tratamento com a eritropoetina recombinante humana (EPO-rHu) na anemia associada a insuficiencia renal cronica terminal em vinte pacientes mantidos em programa de hemodialise. Os criterios de inclusao foram: pacientes que estivessem em hemodialise por pelo menos 3 meses, com idade maior que 18 ou menor que 70 anos; hematoc...

  18. TÉTANO GRAVE ASSOCIADO A CHOQUE SÉPTICO EM UMA PACIENTE IDOSA INTERNADA EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

    OpenAIRE

    Gonçalves Menegueti,Mayra; Alkmim-Teixeira, Gil Cezar; Machado Viana,Jaciara; Basile-Filho, Aníbal; Martins-Filho, Olindo Assis; Martins, Maria Auxiliadora

    2012-01-01

    Nós relatamos um caso de tétano grave associado a choque séptico em uma paciente de 61 anos admitida na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após perfurar o pé direito. A paciente apresentou perda de força muscular, paresia em membro inferior direito e disfagia. A paciente evoluiu com espasmos musculares generalizados, dispnéia e insuficiência respiratória. O espasmo intenso levou ao uso prolongado de ventilação mecânica invasiva, sedação e bloqueador neuromuscular. A evolução favorável deste c...

  19. Esvaziamento gástrico nos pacientes com insuficiência renal crônica submetidos à hemodiálise Gastric emptying study in patients with chronic renal failure on hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Sizue Hirata

    2008-09-01

    Full Text Available RACIONAL: Queixas dispépticas são comuns em pacientes com insuficiência renal crônica. As mais frequentemente relatadas são anorexia, náusea, vômito, sensação de plenitude gástrica e dor epigástrica. A possibilidade destes sinais e sintomas estarem associadas ao retardo no esvaziamento gástrico é atraente. OBJETIVO: Estudar o esvaziamento gástrico de uma refeição sólida padronizada, em pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento dialítico. MÉTODO: Foram estudados 31 pessoas de ambos os sexos com idade variável de 18 à 60 anos, sendo 14 com insuficiência renal crônica em hemodiálise há mais de 6 meses e 17 sadios. Foram excluídos pacientes com diabetes mellitus, amiloidose, doenças do colágeno, doenças dispépticas e/ou submetidos à operação gástrica, pacientes em uso de drogas pró-cinéticas gástricas e grávidas. O método do esvaziamento gástrico foi a cintilografia, através de câmara de cintilação de dois cabeçotes. A refeição teste padronizada consistiu de omelete de três ovos de galinha preparado com mistura de enxofre coloidal marcado com 185 MBq de tecnécio-99m. Foram estudados a curva de retenção gástrica total e o T½ do esvaziamento gástrico. Os testes estatísticos utilizados foram o de c2 e o de Kruskal Wallis. RESULTADOS: Os resultados confirmaram a homogeneidade dos grupos quanto à idade e o sexo. Não houve diferença estatisticamente significativa em relação às curvas de retenção gástrica total e o T½, semelhantes nos dois grupos. CONCLUSÃO: O esvaziamento gástrico de pacientes urêmicos em tratamento hemodialítico há mais de seis meses é igual ao de indivíduos sadios.BACKGROUND: Dyspeptic symptoms are frequent in renal patients. They are anorexia, nausea, vomit, pain and epigastric distension. These symptoms can be related to the delay in gastric emptying. AIM: To investigate gastric emptying in patients with chronic renal failure on hemodialysis

  20. Pacientes vítimas de politrauma com insuficiência renal aguda na unidade de terapia intensiva Pacientes víctimas de politrauma con insuficiência renal aguda en la unidad de cuidados intensivos Patient victim of polytrauma with acute renal failure in the intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia Helú Mendonça Ribeiro

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar as características de pacientes portadores de insuficiência renal aguda (IRA, vítimas de politrauma, internados em uma unidade de terapia intensiva (UTI. MÉTODOS: Foi realizada uma análise retrospectiva de 357 prontuários de portadores de IRA, no período de 2002 a 2003, com creatinina sérica de 1,8 a 4 mg/dl. Destes pacientes internados na UTI, 10,6% eram vítimas de politrauma. RESULTADOS: Dos 38 (10,6% pacientes portadores de IRA e vítimas de politrauma, 78,9% eram do sexo masculino; 47,3% tinham idade entre 16 e 45 anos; 84,3% apresentaram oligúria; 92,1% não receberam tratamento para IRA durante a internação; 50% permaneceram de um a cinco dias internados na UTI; 47,3% não apresentaram nenhuma doença de base e a mortalidade ocorreu em 50% desta amostra. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a monitorização diária da função renal das vítimas de politrauma é um cuidado importante para evitar as complicações da IRA e a respectiva mortalidade.OBJETIVOS: Identificar las características de pacientes portadores de insuficiencia renal aguda (IRA, víctimas de politrauma, internados en una unidad de cuidados intensivos (UCI. MÉTODOS: Se llevó a cabo un análisis retrospectivo de 357 historias clínicas de portadores de IRA, en el período de 2002 a 2003, con creatinina sérica de 1,8 a 4 mg/dl. De estos pacientes internados en la UCI, el 10,6% eram víctimas de politrauma. RESULTADOS: De los 38 (10,6% pacientes portadores de IRA y víctimas de politrauma, el 78,9% eran del sexo masculino; el 47,3% tenían edades entre 16 y 45 años; el 84,3% presentaron oliguria; el 92,1% no recibieron tratamiento para IRA durante el internamiento; el 50% permanecieron de uno a cinco días internados en la UCI; el 47,3% no presentaron ninguna enfermedad de base y la mortalidad ocurrió en el 50% de esta muestra. CONCLUSIÓN: el monitoreo diario de la función renal de las víctimas de politrauma es un cuidado importante para

  1. Características psicodinámicas de duelo en pacientes con insuficiencia renal terminal

    OpenAIRE

    Karen Herrera Herrera; Laurie Nobles Escandón; Edgar Acuña Bermúdez

    2011-01-01

    La presente investigación fundamenta en la clínica psicoanalítica el estudio de dos casos de tres personas diagnosticadas con IRT que reciben tratamiento de hemodiálisis, en razón a que dadas las características y el aumento de los reportes que se presentan, ya esto se considera un problema de salud pública. El objetivo principal es describir las características dinámicas del proceso de duelo en pacientes con IRT en un centro de terapia renal de la ciudad de Cartagena. El procedimiento metodo...

  2. Caracterização clínica da cardiomiopatia hipertrófica hipertensiva em cães com doença renal crônica (DRC)

    OpenAIRE

    Paulino Junior, Daniel [UNESP

    2010-01-01

    A doença renal crônica (DRC) progride de forma implacável levando o paciente à falência renal e por consequência da ativação dos mecanismos compensatórios, uma ampla porcentagem dos pacientes torna-se hipertenso. Várias alterações estão citadas na literatura e dentre elas das mais importantes são as injúrias cardiovasculares. Em virtude desses fatores, este trabalho objetivou caracterizar a Cardiomiopatia Hipertrófica Hipertensiva em cães com DRC, correlacionando o seu desenvolvimento com as ...

  3. Características clínicas e gravidade de pacientes internados em UTIs públicas e privadas

    OpenAIRE

    Nogueira, Lilia de Souza; Sousa,Regina Marcia Cardoso de; PADILHA, Katia Grillo; Koike, Karina Mitie

    2012-01-01

    Este estudo objetivou comparar as características clínicas, evolução e gravidade de pacientes adultos internados em Unidades de Terapia Intensiva públicas e privadas. Trata-se de uma análise retrospectiva, longitudinal e quantitativa de 600 pacientes admitidos em quatro Unidades de Terapia Intensiva em São Paulo, Brasil. Diferenças foram encontradas entre os pacientes admitidos nos hospitais privados e públicos em relação às seguintes variáveis: idade, procedência, tempo de internação e morta...

  4. Paciente quirúrgico con insuficiencia renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Enrique Trujillo Salgado

    1998-04-01

    Full Text Available Se realiza una concisa revisión de los principales aspectos clínicos del paciente con insuficiencia renal crónica en relación con la cirugía y la anestesia, y se recorren tópicos vinculados al riesgo quirúrgico y la farmacología de las drogas anestésicas. Se ofrecen puntos de vista para discutir, entre las tendencias de la práctica especializada actualIt is made a detailed review of the main clinical aspects connected with surgery and anesthesia in patients suffering from chronic renal failure. Some topics dealing with surgical risk and pharmacology of the anesthetics are also approached. Different points of view about the trends of the present specialized practice are included to be discussed

  5. Impacto do hábito de jantar sobre o perfil dietético de pacientes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Machado Cunha Ribeiro

    2011-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os efeitos do comportamento alimentar, entre o hábito de jantar ou não jantar, no perfil de ingestão de macronutrientes e micronutrientes de pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise. MÉTODO: Estudo transversal em uma clínica de diálise de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Participaram do estudo 90 pacientes em tratamento hemodialítico. Foram coletados dados pessoais, clínicos e dietéticos (registro alimentar de três dias. Foi considerado jantar uma refeição completa e não jantar a sua ausência ou substituição por lanches. As estimativas das quantidades de nutrientes ingeridos foram feitas em software específico Dietwin®. RESULTADOS: Os valores de carboidrato, tiamina, riboflavina, ácido ascórbico, cálcio e selênio ingeridos não apresentaram diferença entre os grupos de pacientes que jantavam e não jantavam (p > 0,05. Os valores de Índice de Massa Corporal (IMC, energia, proteína, lipídeos, niacina, ácido pantotênico, piridoxina, ácido fólico, cobalamina, potássio, fósforo, zinco e magnésio ingeridos apresentaram diferença entre estes mesmos grupos (p < 0,05. Quanto às proporções de adequação desses nutrientes, o grupo dos que jantava apresentou maiores percentuais (p < 0,05, exceto para carboidratos, lipídeos, ácido pantotênico, ácido ascórbico, potássio, cálcio e zinco. Nenhum dos pacientes apresentou valores adequados de ingestão de piridoxina, ácido fólico e selênio. Energia, ácido pantotênico e zinco apresentaram baixos percentuais de adequação em ambos os grupos. CONCLUSÃO: Conclui-se que o hábito de jantar influencia positivamente no consumo de macro e micronutrientes em pacientes com insuficiência renal crônica submetidos à hemodiálise.

  6. DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM DE PACIENTES EM TRATAMENTO HEMODIALÍTICO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rose-Heloíse Holanda

    2009-01-01

    Full Text Available La insuficiencia renal crónica se caracteriza por la pérdida lenta y progresiva de la función renal, involucrando sistemas como cardiovascular, endocrino, hematológico y neurológico. Constituye un gran problema de salud pública. En un sector de hemodiálisis, es necesario el uso de los diagnósticos de enfermería, para orientar durante la atención de las necesidades de cada paciente. Se ha objetivado identificar los diagnósticos de enfermería de pacientes con insuficiencia renal crónica en diálisis. Se trata de un estudio descriptivo realizado de agosto a octubre del 2008, con 30 pacientes y en una clínica particular de hemodiálisis de Fortaleza. Los resultados mostraron el predominio del sexo masculino. El porcentaje de edad fue de 46 años. Muchos pacientes provenían del interior del estado de Ceará y de otros estados del país. Se identificaron 13 diagnósticos de enfermería, 30 características definidoras y 12 factores relacionados. Se concluye que el conocimiento de los diagnósticos de enfermería contribuirá para el cuidado de enfermería.

  7. Cuidar de pacientes em fase terminal: a experiência de alunos de medicina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lúcia Araújo Sadala

    2008-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi compreender os significados que alunos de medicina atribuem à experiência de cuidar de pacientes em fase terminal. Os dados foram coletados mediante entrevistas individuais com vinte e quatro estudantes de medicina de uma universidade paulista. As convergências dos depoimentos dos participantes foram agrupadas em três categorias: a deparando-se com o mundo da doença terminal/morte; b relação com o paciente e sua família; c reflexão sobre o cuidar do paciente terminal. Nos depoimentos, os estudantes expressam ansiedade ao cuidar deste tipo de paciente, assim como as dificuldades em lidar com os próprios sentimentos. Consideram-se pouco preparados para relacionar-se com esses pacientes, mas aprenderam com a experiência vivida. Os resultados do estudo apontam para a necessidade de se introduzirem, na formação médica, conteúdos visando desenvolver competências interpessoais e capacidade de reflexão sobre questões de ética e deontologia médica, envolvendo a terminalidade da vida.

  8. Toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Otávio Cavallazzi

    1985-09-01

    Full Text Available O autor descreve caso de toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético. Revisão da literatura quanto às causas predisponentes que comumente acompanham a toxoplasmose mostra que o diabetes até então não tinha sido relatado em associação com esta doença.

  9. Histoplasmose do sistema nervoso central aspectos clínicos em oito pacientes: clinical features in eight patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.R. Machado

    1993-06-01

    Full Text Available Foram estudados oito pacientes com histoplasmose do sistema nervoso central, nenhum deles com sinais clínicos ou laboratoriais de imunodepressão. O tempo de doença por ocasião do diagnóstico variava entre 6 e 108 meses (mediana 36 meses. Principais sinais e sintomas encontrados: síndrome de hipertensão intracraniana, em 6 pacientes; déficit de memória, em 4; confusão mental, em 4; convulsões, em 2; paraparesia ou paraplegia crural, em 2; incontinência urinária, em 2; impotência sexual, em 1. A forma meningoencefalítica foi encontrada em 6 pacientes e a granulomatosa, em 2. O diagnóstico foi feito: por biópsia em 1 caso; por necrópsia, em 2; através de cultura do sedimento do LCR em meio de Sa-bounaud, em 1; através da detecção de anticorpos a, Histoplasma capsulatum no LCR, em 5. Foi observada profunda discrepância entre as alterações detectadas ao exame de LCR (intensas, com elementos de fase aguda mesclados a elementos de fase crônica e o quadro clínico por ocasião do diagnóstico (pacientes em geral oligossintomáticos.

  10. Eventos vitais estressores e lesão renal aguda em centros de terapia semi-intensiva e intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Para Diniz

    2012-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Diversos estudos evidenciam que as alterações fisiopatológicas, quando associadas ao estresse, podem influenciar a fisiologia renal e estão associadas ao aparecimento de doenças. Entretanto, não foi encontrado nenhum estudo que tivesse realizado investigação associando estresse e lesão renal aguda. OBJETIVO: Avaliar a associação entre os eventos vitais estressores e o diagnóstico de lesão renal aguda, especificando as classes de eventos mais estressores para esses pacientes, nos últimos 12 meses. MÉTODOS: Estudo caso-controle. Foi realizado no Hospital São Paulo da Universidade Federal de São Paulo e no Hospital dos Servidores do Estado de São Paulo. Foram incluídos pacientes com lesão renal aguda, sem doenças crônicas, assistidos em Centros de Terapia Intensiva ou semi-intensivas. Os Controles incluíram pacientes assistidos nos mesmos Centros de Terapia Intensiva, com outras doenças agudas, exceto lesão renal aguda e, também, sem doenças crônicas. Dos 579 pacientes inicialmente identificados, 475 responderam ao instrumento Social Readjustment Rating Scale (SRRS e 398 pacientes foram pareados por idade e sexo (199 casos/199 controles. RESULTADOS: Constatou-se que a frequência dos eventos vitais estressores nos casos apresentava equivalência estatística aos controles. A regressão logística para examinar os efeitos combinados das variáveis independentes associados aos eventos estressantes evidenciou que: o aumento da idade e as classes econômicas AB intensificam a chance da presença do evento estressante em cerca de duas vezes; as classes socioeconômicas AB do Hospital São Paulo elevam a chance de evento estressante. CONCLUSÕES: O presente estudo não evidenciou que o grupo com lesão renal aguda estivesse associado à maior frequência de eventos estressores, mas idade e renda elevadas e, ainda, o tipo de centro clínico estão associados.

  11. Resultados clínicos de trasplantes de riñón en pacientes con enfermedad renal en etapa terminal secundaria a nefritis lupus, enfermedad poliquística renal y nefropatía diabética

    OpenAIRE

    John Fredy Nieto-Ríos; Lina María Serna-Higuita; Sheila Alexandra Builes-Rodriguez; Ricardo Cesar Restrepo-Correa; Arbey Aristizabal-Alzate; Catalina Ocampo-Kohn; Angelica Serna-Campuzano; Natalia Cardona-Díaz; Nelson Dario Giraldo-Ramirez; Gustavo Adolfo Zuluaga-Valencia

    2016-01-01

    Antecedentes:Pacientes con nefritis lúpica pueden progresar a enfermedad renal crónica terminal (10-22%); en estos pacientes el trasplante renal debe ser considerado como la terapia de elección. Objetivo: Evaluar los desenlaces clínicos de un grupo de pacientes con enfermedad renal crónica terminal por nefropatía lúpica, enfermedad renal poliquística y nefropatía diabética que fueron sometidos a trasplante renal en el Hospital Pablo Tobón Uribe.Métodos:Estudio retrospectivo, descriptivo, real...

  12. Oxigenoterapia hiperbárica em pacientes em lista de espera para o transplante hepático

    OpenAIRE

    Kreimer,Flávio

    2012-01-01

    Racional - A função hepática é um processo complexo que envolve múltiplos eventos celulares. Em pacientes cirróticos pode se beneficiar da terapia com oxigênio hiperbárico, seja no período pré-operatório, assim como, em complicações do transplante como na trombose da artéria hepática. Objetivo - Avaliar os efeitos da oxigenoterapia hiperbárica, considerando as características clínicas e laboratoriais dos pacientes cirróticos em lista de espera para transplante hepático. Método - Estudo prospe...

  13. Pancreatite crônica: resultados do tratamento cirúrgico em 74 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olívio Louro Costa

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as indicações, técnicas e resultados do tratamento cirúrgico de 74 pacientes operados por complicações da pancreatite crônica. MÉTODO: Foram pacientes consecutivos, estudados prospectivamente pelo preenchimento de um protocolo individual, no período de 1971 a 2000. Foram realizadas cirurgias de derivação e ressecção. O acompanhamento foi feito pelo agendamento de consultas no ambulatório, por convocação por cartas e telefonemas. RESULTADOS: Dos 270 pacientes com pancreatite crônica, acompanhados pelo Serviço, 74 (27,4% foram operados. Destes 74 pacientes, 97,7% eram do sexo masculino e a idade variou de 15 a 63 anos, com média de 39,4 anos para alcoolistas e 33,1 para aqueles com outras etiologias. O alcoolismo foi a causa da doença em 68 pacientes (90,5% e os outros casos estiveram relacionados a hiperparatiroidismo(1, pancreatite hereditária (1, fibrose retroperitoneal (1 e em três casos a etiologia não foi definida. As seguintes causas únicas ou associadas definiram a indicação cirúrgica:1. dor em 44,6% dos pacientes; 2. compressão de vias biliares em 28,4%; 3. pseudocistos em 12,2%; 4. fístulas internas em 10,8%. Cinqüenta pacientes (67,5% foram submetidos a operações de derivação e 24 (32,5% a cirurgias de ressecção. Oito pacientes derivados (16,0% complicaram, ocorrendo três óbitos; dez ressecados (41,6% complicaram, com cinco óbitos. Os óbitos estiveram relacionados a abscessos, às deiscências e às hemorragias cirúrgicas. CONCLUSÕES: As cirurgias de derivação mostraram-se mais seguras e as complicações que evoluíram com infecção foram as mais graves e ocorreram com mais freqüência nas ressecções.

  14. Qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica = Quality of life in patients with chronic renal failure

    OpenAIRE

    Guedes, Karine Desirée; Guedes,Helisamara Mota

    2012-01-01

    Introdução: Entre as doenças de curso crônico, a doença renal crônica dialítica está entre as que geram maior impacto na qualidade de vida do paciente Objetivo: Caracterizar o impacto do tratamento renal substitutivo na qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão de literatura feita na base de dados da Bireme com os descritores qualidade de vida, hemodiálise e insuficiência renal crônica Resultados: A pesquisa res...

  15. Avaliação e tratamento da hiperglicemia em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Verçoza Viana

    2014-03-01

    Full Text Available A hiperglicemia é um problema frequentemente encontrado em pacientes graves em ambiente de terapia intensiva. Sua presença se associa ao aumento da morbidade e da mortalidade, independentemente da causa da admissão (infarto agudo do miocárdio, condição após cirurgia cardiovascular, acidente vascular cerebral e sepse. Entretanto, permanecem muitas dúvidas com relação à fisiopatologia e, particularmente, em relação ao tratamento da hiperglicemia no paciente graves. Na prática clínica, devem ser levados em consideração diversos aspectos para o controle desses pacientes, inclusive os alvos de glicemia, o histórico de diabetes mellitus, a via de nutrição (enteral ou parenteral e o equipamento de monitoramento disponível, o que aumenta substancialmente a carga de trabalho dos profissionais envolvidos nesse tratamento. Esta revisão descreveu a epidemiologia, a fisiopatologia, o tratamento e o monitoramento da hiperglicemia no paciente adulto grave.

  16. Pneumonia por Legionella após uso de Infliximabe em paciente com Artrite Reumatoide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina de Souza Giassi

    2014-10-01

    Full Text Available Os antagonistas do fator de necrose tumoral (anti-TNF têm sido utilizados com sucesso em várias doenças inflamatórias crônicas, como artrite reumatoide (AR, mas alguns estudos observaram a ocorrência de infecções por patógenos intracelulares em pacientes medicados com anti-TNF. Relatamos um caso de paciente mulher com diagnóstico prévio de AR durante 16 anos e que estava sendo medicada com várias drogas antirreumáticas modificadoras de doença (DARMDs, tendo como resultado o insucesso terapêutico, sendo em seguida tratada com infliximab. Depois de transcorridos 15 dias da segunda dose, a paciente foi acome- tida por dor torácica ventilatório-dependente, tosse seca e dispneia. Foi hospitalizada, e o diagnóstico de pneumonia por Legionella pneumophila foi confirmado pela presença do antí- geno de Legionella na urina. TNF é uma citocina inflamatória que também promove inibição do crescimento bacteriano de patógenos intracelulares, e sua inibição parece aumentar a sensibilidade a essas infecções em alguns pacientes.

  17. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana dos Santos e Silva Martin

    2012-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguidos até outubro de 2010. Foram traçadas curvas de sobrevida comparando a mortalidade cardiovascular, e por todas as causas dos pacientes com escolaridade de até três anos (mediana da escolaridade e pacientes com escolaridade igual ou superior a quatro anos. Foram construídos modelos múltiplos de Cox ajustados para as variáveis de confusão. RESULTADOS: Observou-se associação entre nível de escolaridade e hipertrofia ventricular. A diferença estatística de mortalidade de origem cardiovascular e por todas as causas entre os diferentes níveis de escolaridade ocorreu aos cinco anos e meio de seguimento. No modelo de Cox, a hipertrofia ventricular e a proteína-C reativa associaram-se à mortalidade por todas as causas e de origem cardiovascular. A etiologia da insuficiência renal associou-se à mortalidade por todas as causas e a creatinina associou-se à mortalidade de origem cardiovascular. A associação entre escolaridade e mortalidade perdeu significância estatística no modelo ajustado. CONCLUSÃO: Os resultados do presente trabalho confirmam estudo prévio e demonstram, ademais, que a maior mortalidade cardiovascular observada nos pacientes com menor escolaridade pôde ser explicada por fatores de risco de ordem bioquímica e de morfologia cardíaca.

  18. FACTORES DE RIESGO PARA MORTALIDAD CARDIOVASCULAR Y GENERAL EN LOS PACIENTES CON ENFERMEDAD RENAL CRÓNICA TERMINAL

    OpenAIRE

    Pérez Molina, Jorge Lenin

    2012-01-01

    La enfermedad renal crónica (ERC) constituye un problema de salud pública con alta incidencia y prevalencia y amplia gama de complicaciones que conllevan a un aumento en la mortalidad en pacientes con diálisis. La mortalidad por enfermedad cardiovascular (ECV) es hasta 20 veces más frecuente en esta población. Objetivo: Identificar los factores de riesgo para mortalidad cardiovascular y general en los pacientes con enfermedad renal crónica terminal (ERCT) que se encuentren b...

  19. Diálisis peritoneal no convencional en pacientes con insuficiencia renal que requieren soporte dialítico.

    OpenAIRE

    MENESES LIENDO, Víctor; CIEZA ZEVALLOS, Javier

    2013-01-01

    Objetivo: Revisar las variaciones del medio interno y morbimortalidad en DP aguda no convencional en pacientes con insuficiencia renal que requieren soporte dialítico. Material y Métodos: Se trata de un estudio de serie de casos prospectivo y analítico realizado en el Hospital Nacional Cayetano Heredia (HNCH) sobre diálisis peritoneal (DP)aguda no convencional. Se incluyeron pacientes con insuficiencia renal con criterios de diálisis de urgencia o emergencia enrolados en el HNCH, a quienes se...

  20. Estado de la salud oral en pacientes con enfermedad renal crónica en estadio 5 hemodializados

    OpenAIRE

    Cánovas García, César

    2015-01-01

    Objetivos: Analizar el estado de salud oral, periodontal, xerostomía y sialopenia, así como el nivel de ansiedad-depresión y calidad de vida en pacientes con enfermedad renal crónica (ERC) en estadio 5 hemodializados y compararlo con un grupo control sano. Metodología: Muestra de120 pacientes pacientes con ERC en estadio 5 hemodializados en los centros satélite Fresenius Medical Care® y 120 sujetos sanos controles. Se estudiaron: características periodontales como número de dientes, índi...

  1. Anestesia em paciente portadora de doença de moyamoya: relato de caso Anestesia en paciente portadora de enfermedad de moyamoya: relato de caso Anesthesia in patient with moyamoya disease: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriano Bechara de Souza Hobaika

    2005-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A doença de moyamoya é uma vasculopatia cerebral progressiva rara, mais freqüentemente diagnosticada em populações asiáticas, mas que também vem sendo identificada no Brasil. Durante a sua vida, pacientes portadores desta doença podem ser submetidos aos mais variados tipos de procedimentos cirúrgicos. O anestesiologista deve entender a fisiopatologia da doença e instituir as medidas peri-operatórias mais adequadas, no intuito de melhorar o prognóstico destes pacientes. RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino, 22 anos, com insuficiência renal crônica, portadora da doença de moyamoya, submetida à intervenção cirúrgica para instalação de fístula arteriovenosa. A anestesia foi induzida com fentanil, propofol e atracúrio e mantida com sevoflurano. Durante o procedimento, a paciente foi mantida em normocapnia e normotermia. A extubação foi realizada e a paciente transferida à sala de recuperação pós-anestésica sem complicações. CONCLUSÕES: Este artigo apresenta os cuidados anestésicos dispensados a uma paciente portadora da doença de moyamoya.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La enfermedad de moyamoya es una vasculopatia cerebral progresiva rara, más frecuentemente diagnosticada en individuos asiáticos, y que también viene siendo identificada en Brasil. Durante su vida, pacientes portadores de esta enfermedad pueden ser sometidos a los más variados tipos de procedimientos quirúrgicos. El anestesiologista debe entender la fisiopatología de la enfermedad e instituir las medidas peri-operatorias más adecuadas, en el designio de mejorar el pronóstico de estos enfermos. RELATO DEL CASO: Paciente del sexo femenino, 22 años, insuficiencia renal crónica, portadora de la enfermedad de moyamoya, sometida a intervención quirúrgica para la instalación de fístula arteriovenosa. La anestesia fue inducida con fentanil, propofol y atracúrio y mantenida con sevoflurano. Durante el procedimiento

  2. Abscesso renal em recém-nascidos: um relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izilda das Eiras Tamega

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: O abscesso renal se caracteriza pela coleção de material purulento dentro do parênquima e pode ser causado por disseminação hematogênica, ascensão pelo trato urinário e infecção de área adjacente. Sua clínica na infância é inespecífica, e pode envolver dor abdominal ou lombar, febre e calafrios, mal- estar, anorexia e perda de peso. Sua ocorrência na infância é rara, mas o diagnóstico e tratamento precoces são fundamentais para a reduzir a mortalidade. Objetivo: Relatar caso de RN admitida no CHS com abdome agudo devido a um abscesso renal. Metodologia: Informações obtidas por meio de revisão de prontuário e literatura. Relato de caso: RN de EPB, sexo feminino, 13 dias de vida, encaminhada de Tietê com queixa de irritabilidade e distensão abdominal iniciadas no primeiro dia de vida, 2 episódios de hematêmese e 4 episódios de melena. Medicada na origem com ampicilina e gentamicina e transferida para o CHS. RN de parto normal, IG =39 semanas, peso ao nascimento=3750g, sem intercorrências relatadas no pré-natal e parto. Ao exame, apresentava-se em REG, descorada 2+/4, com abdome globoso, distendido, RHA +, flácido, doloroso à palpação, fígado a 2cm RCD, baço não palpável, sem demais alterações. Foi introduzida antibioticoterapia e realizado transfusão de concentrado de hemácias, mas a paciente evoluiu com instabilidade hemodinâmica e indicada laparotomia de urgência. No intra- operatório, foi identificado abscesso renal à direita, submetido à drenagem. A paciente evoluiu bem, com boa aceitação do leite materno e sem distensão abdominal e recebeu alta. Conclusão: O abscesso renal em recém-nascido é uma doença rara de difícil diagnóstico, cujo manejo adequado é imprescindível a fim de evitar lesão renal.

  3. Investigação da queixa de disfagia em pacientes afásicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Zazo Ortiz

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a presença e evolução da queixa de deglutição em pacientes afásicos pós- AVE e, a partir do relato dos familiares em relação à melhora das manifestações, analisar se a ocorrência da afasia interferiu no prognóstico da disfagia. MÉTODO: 30 pacientes afásicos pós-AVE na fase crônica foram entrevistados e, juntamente com seus familiares, responderam a um questionário sobre a presença e a permanência de queixas de deglutição pós-AVE e aspectos relacionados, bem como melhoras ocorridas em relação aos quadros de disfagia e afasia. Para verificar se a disfagia parece ter interferido no prognóstico da afasia, comparou-se as curvas de Kaplan-Meier dos pacientes que referiram queixas de disfagia com os que não referiram. RESULTADOS: 48% dos pacientes tiveram queixas de dificuldades de deglutição pós-AVE. Destes, 93% apresentaram mudanças positivas (melhora parcial ou total do quadro. O tempo médio para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança (espontânea ou não foi de 76 dias. 60% referiu melhora total da disfagia, sendo que 47% foram submetidos à terapia fonoaudiológica. Em relação à afasia, 87% dos pacientes referiram melhora, apesar de nenhum paciente ter referido melhora total. 57% haviam sido expostos à terapia fonoaudiológica para a afasia. O tempo médio referido para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança positiva nas manifestações foi de 183 dias. Não houve diferença significante na melhora da afasia entre o grupo com e sem queixa de deglutição. CONCLUSÕES: dos pacientes afásicos avaliados neste estudo, 48% apresentou queixa de disfagia. Verificou-se, a partir do relato dos familiares, que a ocorrência da afasia parece não ter interferido no prognóstico da disfagia.

  4. A comunicação profissional-paciente em oncologia: uma compreensão psicanalítica

    OpenAIRE

    Bianchini,Daniela Cristina Silva

    2015-01-01

    Esta dissertação é composta por dois artigos empíricos escritos a partir da pesquisa realizada sobre a comunicação profissional–paciente em oncologia. O primeiro estudo refere-se à percepção da comunicação profissional-paciente sob o enfoque dos pacientes com câncer. Foram entrevistados 14 pacientes adultos que estavam realizando quimioterapia, em diferentes estágios da doença (sete metastáticos). Destes, oito eram homens. O segundo estudo apresenta a percepção dos profissionais que atendem p...

  5. Confiabilidade de sintomas sugestivos de angina em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

    OpenAIRE

    Yilmaz Gunes; Mustafa Tuncer; Unal Guntekin; Hasan Ali Gumrukcuoglu; Serkan Akdag; Bulent Ozbay; Bunyamin Sertogullarindan

    2009-01-01

    FUNDAMENTO: Devido à sobreposição de sintomas e inadequada capacidade de exercícios, o diagnóstico não-invasivo da doença arterial coronariana (DAC) pode ser sub ou superestimado em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). OBJETIVO: Avaliar os resultados de angiografias coronarianas em pacientes com DPOC dependendo das características clínicas basais. MÉTODOS: Os registros médicos de 157 pacientes com DPOC e 157 pacientes sem DPOC pareados por características clínicas basais, ...

  6. Doença renal crônica: relação dos pacientes com a hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Pozza dos Santos

    2017-04-01

    Full Text Available Introdução: Quando há perda das funções reguladora, excretora e endócrina dos rins pode ocorrer doença renal crônica, que é uma doença lenta e silenciosa. Quando se perde totalmente a função renal, adotam-se as Terapias Renais Substitutivas, como a hemodiálise. Objetivo: Conhecer a relação dos pacientes renais crônicos com a hemodiálise. Métodos: Estudo qualitativo, exploratório e descritivo, realizado com seis pacientes em hemodiálise. A coleta de dados ocorreu entre abril e maio de 2012, e foi realizada por meio de entrevista semiestruturada, gravada em mídia digital e, posteriormente, transcrita na íntegra. Para a análise dos dados, seguiram-se os passos da proposta operativa de Minayo (pré-análise, exploração do material, tratamento dos resultados obtidos e interpretação. A pesquisa foi aprovada sob o número 36/2012 pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: Emergiram as categorias “instalação da doença renal crônica”, “relação com a máquina de hemodiálise”, “quando faz a hemodiálise e a alteração da aparência física”, “orientação sobre o cuidado à saúde e o autocuidado”. Conclusão: Após a descoberta do diagnóstico da doença renal crônica e a necessidade da hemodiálise, os pacientes passam por um processo de rejeição e de aceitação, que pode interferir no seu estado emocional e psicológico, acarretando consequências no enfrentamento da doença e do tratamento.

  7. Candidíase em pacientes aidéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.E.O.P. Campos

    1992-09-01

    Full Text Available Trinta e cinco aidéticos entre 19 e 55 anos admitidos e tratados de candidíase no Hospital Emílio Ribas, SP, com ELISA positivo para HIV e confirmado pelo Western Blot. Tuberculose em 9 sendo 2 com pericardite; neurotoxoplasmose em 6; neurocriptococose em 5; herpes labial em 4; pneumocistose em 3 e sarcoma de Kaposi em 2, achavam-se associadas. A concentração inibitória mínima 50% (MIC 50% para os azoles foi: ketoconazol= 2,2 µg/ml; itraconazol- 21,0 µg/ml; fluconazol = 19,0 µg/ml. O MIC 50% para ospolienos: nistatina- 50,0 µg/ml; anfotericina B= 0,12 µg/ml e para 5 fluorcitosina= 1,6 µg/ml nas 35 amostras de Candida isoladas. Testes não paramétricos de Siegel revelaram significante identificação (80% das Candida albicans na candidíase, e que a dose de AMB não modificou o número de óbitos, precoce e tardio, ocorridos nesses aidéticos. O uso prévio dos azoles e da nistatina explicaria, talvez, o elevado MIC 50% observado nas amostras de Candida isoladas.

  8. Avaliação e tratamento da hiperglicemia em pacientes graves

    OpenAIRE

    Marina Verçoza Viana; Rafael Barberena Moraes; Amanda Rodrigues Fabbrin; Manoella Freitas Santos; Fernando Gerchman

    2014-01-01

    A hiperglicemia é um problema frequentemente encontrado em pacientes graves em ambiente de terapia intensiva. Sua presença se associa ao aumento da morbidade e da mortalidade, independentemente da causa da admissão (infarto agudo do miocárdio, condição após cirurgia cardiovascular, acidente vascular cerebral e sepse). Entretanto, permanecem muitas dúvidas com relação à fisiopatologia e, particularmente, em relação ao tratamento ...

  9. Anestesia para lavagem pulmonar em paciente pediátrico portador de proteinose alveolar pulmonar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Breno Monteiro Gonçalves

    2012-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A proteinose alveolar pulmonar (PAP é um transtorno raro, descrito inicialmente em 1958. A lavagem pulmonar total (LPT, proposta na década de 1960 ainda é o tratamento de escolha. Diversas técnicas foram descritas para realizar a lavagem pulmonar em pediatria, no entanto, todas apresentam limitações e riscos. RELATO DO CASO: Paciente de 6 anos e 8 meses, sexo feminino, 25 kg com o diagnóstico de proteinoise alveolar pulmonar submetida a lavagem pulmonar total por fibrobroncoscopia lobar sequencial sob anestesia geral em ventilação espontânea.

  10. Dor em pacientes com prótese de quadril : diagnóstico de enfermagem

    OpenAIRE

    1998-01-01

    Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo, em que foram avaliadas as características definidoras de dor e dor crônica, propostas pela Taxonomia I da NANDA em 32 pacientes submetidos à Artroplastia Total de Quadril. As características definidoras presentes em maior percentual foram: habilidade alterada para continuar atividades prévias, mudança no padrão do sono e relato verbal ou evidência de dor experimentada por mais de seis meses. This article is a retrospective and descriptive st...

  11. Vulnerabilidades presentes no percurso vivenciado pelos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petra Kelly Rabelo de Sousa

    2013-04-01

    Full Text Available Um grande avanço no tratamento da AIDS deu-se com o surgimento da terapia antiretroviral. Entretanto, diversas vulnerabilidades podem estar presentes no percurso vivenciado pelos pacientes durante o tratamento. Objetivou-se analisar as vulnerabilidades dos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica. Estudo qualitativo realizado com sete usuários com AIDS considerados em falha terapêutica, em uma Unidade de Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS, em Fortaleza-CE. Para interpretação dos dados, utilizou-se uma técnica de análise de conteúdo. Nos discursos, percebeu-se que os depoentes enfrentavam conflitos na família e, no ambiente de trabalho, dificuldades de relacionamento com as pessoas e estigma. Observou-se que os pacientes haviam vivenciado diversas situações que os tornaram mais suscetíveis à infecção por HIV e ao adoecimento.

  12. Achados histológicos na parede posterior da laringe em pacientes com refluxo gastroesofageano (GERD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gomes Guilherme F.

    2001-01-01

    Full Text Available Introdução: O mecanismo de manifestações otorrinolaringológicas da doença do refluxo gastroesofageano é provavelmente o resultado de refluxo faringogastroesofageano noturno intermitente. O contato da faringe e laringe com o suco gástrico resulta em inflamação e edema, mesmo com pouca ou mínima exposição ácida. Porém, estudos histológicos na parede posterior da laringe, em pacientes com exposição crônica ao suco gástrico, não têm sido realizados mas podem representar importante informação diagnóstica. Este estudo tem como objetivo descrever biópsias de parede posterior de laringe em pacientes portadores de doença do refluxo gastroesofageano. Forma de estudo: Prospectivo não randomizado. Material e método: No período compreendido entre junho de 1998 a setembro de 1998, foram realizadas biópsias da parede posterior da laringe em sete pacientes portadores de doença do refluxo gastroesofageano (GERD, que apresentavam sintomas crônicos de faringe e laringe. Todos os pacientes realizaram investigação do refluxo gastroesofageano através da endoscopia digestiva alta, e também laringoscopias diretas na procura de lesões laringológicas sugestivas de etiologia relacionada à GERD,e foram classificados em grupo I e grupo II, respectivamente: grupo com laringoscopia normal e grupo com laringoscopia com lesão. Resultados: Os resultados mostraram que 42,85% dos pacientes estudados apresentavam epitélio escamoso como revestimento da parede posterior da laringe; 42,85% apresentaram áreas de metaplasia escamosa em permeio ao epitélio pseudoestratificado respiratório; e apenas 28,57% dos pacientes apresentaram epitélio respiratório. Além do mais, 71,4% dos pacientes apresentaram alterações histológicas decorrentes da GERD que são encontradas no esôfago. Conclusões: Os resultados deste estudo sugerem que o refluxo gastroesofageano pode estar relacionado com a mudança do epitélio da parede posterior da laringe

  13. Estudo da ocorrência de litíase renal e ureteral em gatos com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Malvini Pimenta

    2014-06-01

    Full Text Available Investigou-se a ocorrência de nefrolitíase e/ou ureterolitíase em 72 gatos portadores de doença renal crônica (DRC, classificados predominantemente no estágio II, segundo os critérios designados pela IRIS - International Renal Interest Society. Destes pacientes, 47 (65,27% apresentaram litíase renal e ou ureteral. Não houve diferença estatística entre o grupo de estudo (DRC com cálculo e o grupo controle (DRC sem cálculo em relação à idade (p=0,274. Apesar disso, os pacientes portadores de nefrolitíase e/ou ureterolitíase apresentaram maiores indícios de lesão renal, caracterizados por diferenças estatisticamente relevantes da densidade urinária (p=0,013 e pelo menor tamanho dos rins direito (p=0,009 e esquerdo (p=0,048. Encontrou-se similaridade entre os grupos em relação a outros parâmetros, tais como as concentrações plasmáticas de cálcio total, cálcio ionizado, fósforo, sódio, potássio e paratormônio intacto (PTHi. Os valores das concentrações séricas de ureia e bicarbonato diferiram entre os grupos, com valores de p=0,039 e p=0,037, respectivamente. Além disso, foi mensurada a pressão arterial, que se manteve inalterada na comparação entre o grupo de estudo e o grupo controle. Os resultados obtidos reforçam a necessidade de acompanhamento ultrassonográfico de todos os pacientes portadores de DRC, mesmo daqueles assintomáticos ou em estágios iniciais da doença.

  14. Valoración de la acogida de pacientes que inician terapia renal sustitutiva: nivel de satisfacción

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Rebollo Rubio

    2015-06-01

    Full Text Available Introducción: En los últimos años han cobrado especial importancia aspectos tales como la calidad de vida, la salud percibida y la satisfacción del enfermo. El objetivo de este estudio, es valorar el nivel de satisfacción de pacientes con enfermedad renal crónica con los cuidados recibidos, cuando inician por primera vez la terapia renal sustitutiva. Material y métodos: Estudio descriptivo de corte transversal, en pacientes que inician por primera vez terapia renal sustitutiva. La muestra estuvo compuesta por 83 pacientes. Se recogieron variables sociodemográficas relacionadas con la enfermedad renal y seguimientos en consulta. Para valorar la satisfacción con los cuidados recibidos, a los pacientes se les entregó el cuestionario para medir Calidad de Vida Relacionada con la Salud (KDQOL-SF, específico para pacientes renales. Dentro de este cuestionario existe un apartado que mide la satisfacción con los cuidados recibidos. Resultados: En el ítem SF23, el 62,7% de la muestra consideró que la amabilidad del personal sanitario fue la mejor posible (43,4% o excelente (19,3%. Por otro lado, en los ítems SF24a y 24b, el 51,8% de los pacientes opinan que el personal sanitario les anima a ser independientes y el 59% considera que les apoyan a hacer frente a la enfermedad. En el modelo de regresión ordinal utilizado, SF23 y SF24 obtiene mejores puntuaciones para diálisis peritoneal cuando se controlan el resto de variables demográficas, que no son significativas (p<0,05. Conclusión: Valorando como muy positivos los resultados de satisfacción obtenidos hay que resaltar que resultan comparativamente mejores en la diálisis peritoneal.

  15. Estudio y prevalencia de la diabetes mellitus postrasplante: análisis en un grupo de pacientes trasplantados renales

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Fernández Castillo

    Full Text Available Introducción: La aparición de la diabetes mellitus postrasplante (DMPT entre los receptores renales se asocia con un mayor riesgo de fracaso del injerto y altas tasas de morbimortalidad. Minimizar el riesgo de DMPT es una prioridad para la mejora a largo plazo de las tasas de supervivencia. Objetivos: Este estudio tiene como objetivo evaluar la prevalencia de DMPT en una población de paciente trasplantados renales, para identificar los factores de riesgo y evaluar el injerto y supervivencia de los pacientes. Métodos: La muestras estuvo formada por 112 pacientes trasplantados renales, 69 hombres y 43 mujeres, trasplantados renales, que asistieron durante cinco años a la consulta postrasplante. Se analizaron como posibles factores de riesgo para DMPT: edad, sexo, índice de masa corporal (IMC, sobrepeso, hepatitis C, hipertensión, dislipemia, colesterol total (CT, triglicéridos en suero y terapia inmunosupresora (Ciclosporina, tacrolimus, micofenolato mofetil y sirolimus, también se evaluó la prevalencia de episodios de rechazo agudo. Resultados: La prevalencia de PTDM fue del 24,2%, frente a 85 pacientes (75,8% con glucosa normalizada (PGN. Los pacientes con DMPT mostraron un IMC mayor, un porcentaje mayor de sobrepeso, dislipemias, niveles colesterol total, triglicéridos y se presento un mayor porcentaje de pacientes con PDMPT entre los que se administraron Micofenolato mofetil. Conclusiones: Existe una alta incidencia de DMPT en receptores renales, la importancia del control de peso y de un seguimiento estricto para todos los factores de riesgo identificados, asi como una minimización en las dosis de tratamientos inmunosupresores para prevenir la aparición de DMPT.

  16. Qualidade de vida do paciente portador de insuficiência renal crônica = Quality of life in patients with chronic renal failure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guedes, Karine Desirée

    2012-01-01

    Conclusão: Os artigos mostraram uma redução na qualidade de vida dos pacientes renais crônicos submetidos a tratamento renal substitutivo indicando que os piores escores nas escalas que avaliam a qualidade de vida esta relacionados ao sexo, o maior tempo de tratamento e o avançar da idade

  17. Distúrbios de memória em pacientes epilépticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    STELLA FLORINDO

    1999-01-01

    Full Text Available O autor estudou distúrbios de memória em pacientes epilépticos com crises parciais complexas (CPC, com os objetivos de: 1 identificar estes distúrbios; e 2 comparar os resultados dos pacientes com os dos controles. Foram estudados 50 pacientes adultos e 20 sujeitos sem enfermidades neuropsiquiátricas. Os métodos consistiram em: 1 investigação da atividade mnemônica através do Teste de Memória de Wechsler (subtestes: Armazenamento e Recuperação, Memória Recente e Memória Imediata; e 2 comparação entre os resultados de ambos os grupos. 3 associação entre SPECT Cerebral e atividade mnemônica. Nos três subtestes, os pacientes apresentaram desempenho cognitivo significativamente inferior ao dos controles (p <0,05. Constatou-se a associação entre hipofluxo em região temporal esquerda e distúrbio da memória nos três subtestes. Concluiu-se que há associação entre CPC e distúrbios da atividade mnemônica.

  18. Acometimento ocular em pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central: antes e depois do HAART

    OpenAIRE

    Zajdenweber,Moysés; Muccioli, Cristina; Belfort Jr.,Rubens

    2005-01-01

    OBJETIVO: Descrever o comprometimento ocular em pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central, comparando os períodos pré e pós-terapia anti-retroviral (HAART). MÉTODOS: Em estudo retrospectivo, comparamos 118 pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central que foram examinados em nossa instituição antes do pré e pós-terapia anti-retroviral (1994-1996) com 24 pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central que foram tratados com pré e pós-terapia anti-...

  19. Ocorrência de Dioctophyma renale em Galictis cuja

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marivone V. Zabott

    2012-08-01

    Full Text Available A dioctofimose é uma parasitose causada pelo Dioctophyma renale (Goeze, 1782 de ocorrência mundial e acomete animais domésticos e silvestres. Em março de 2010, um exemplar adulto (macho de Galictis cuja (Molina, 1782, encontrado morto por atropelamento no município de Guaíra, Paraná foi encaminhado ao laboratório de Patologia Veterinária de Universidade Federal do Paraná (UFPR, Campus Palotina, para a realização da necropsia. O cadáver apresentava bom estado nutricional e autólise moderada. Foram observados três exemplares de parasitos na cavidade abdominal, mas os rins encontravam-se preservados. Os parasitos foram fixados em formol acético e encaminhados ao laboratório de Parasitologia Veterinária da UFPR para identificação. Os exemplares coletados foram identificados como Dioctophyma renale, sendo duas fêmeas, uma com 39cm de comprimento por 4mm de largura e a outra com 16cm de comprimento por 4mm de largura e, um macho com 16cm de comprimento por 3mm de largura. O presente trabalho relata a ocorrência de parasitismo por D. renale em G. cuja na região oeste do estado do Paraná.

  20. Anestesia em paciente com síndrome de Rubinstein-Taybi: relato de caso

    OpenAIRE

    Carlos Rogério Degrandi Oliveira; Luciana Elias

    2005-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome de Rubinstein-Taybi (SRT) é uma doença genética causada por uma mutação ou apagamento do cromossomo 16, caracterizada por retardo físico e mental, anormalidades craniofaciais e hálux e polegares largos. Há pouca informação sobre esta síndrome na literatura anestésica. O objetivo deste relato foi apresentar a conduta anestésica em paciente submetido à cirurgia odontológica e discutir as características de interesse para a anestesia nesses pacientes. RELATO...

  1. Análise da ceratometria corneana em pacientes portadores de espasmo hemifacial

    OpenAIRE

    Pereira,Ivana Cardoso; Saraiva,Patrícia Grativol Costa; Saraiva,Fabio Petersen; MEDEIROS, Fabricio Witzel; Miki,Gustavo; Matayoshi,Suzana

    2011-01-01

    OBJETIVO: Determinar a variação da ceratometria em olhos de pacientes portadores de espasmo hemifacial submetidos a tratamento com toxina botulínica. MÉTODOS: Foram incluídos 18 pacientes portadores de espasmo hemifacial que foram submetidos ao exame oftalmológico completo, além da topografia corneana e Orbscan previamente à aplicação de toxina botulínica tipo A e 1 mês após o procedimento. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significante entre a ceratometria encontrada pela topo...

  2. Perimetria automatizada em pacientes com glaucoma congênito primário

    OpenAIRE

    Lopes Filho,José Garone Gonçalves; Betinjane,Alberto Jorge; Carvalho,Celso Antônio de

    2007-01-01

    OBJETIVO: Identificar e caracterizar os defeitos nos exames de perimetria automatizada encontrados nos pacientes com diagnóstico de glaucoma congênito primário. MÉTODOS: Foram avaliados retrospectivamente os campos visuais automatizados de 81 olhos (48 pacientes), sendo 15 olhos sem glaucoma (grupo N) e 66 olhos com glaucoma (grupo G). Os olhos com glaucoma foram divididos em olhos com alterações campimétricas incipientes, caracterizadas pelo MD> -6 dB (grupo G I= 41 olhos) e olhos com altera...

  3. Influência da psicoterapia breve transpessoal em pacientes com doença de Crohn

    OpenAIRE

    Arlete Silva Acciari

    2014-01-01

    Introdução: A doença de Crohn é uma enfermidade crônica, com tratamento contínuo e prolongado. Além de sintomas físicos como dor abdominal, diarreia e emagrecimento, os pacientes são acometidos por crises de ansiedade, depressão e perda na qualidade de vida, necessitando de acompanhamento psicológico. Objetivo Geral: Avaliar os efeitos da Psicoterapia Breve Transpessoal em pacientes com doença de Crohn. Objetivos Específicos: Analisar os resultados da Psicoterapia Breve Transpessoal quanto à ...

  4. Variações no posicionamento dos eixos visuais em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo

    OpenAIRE

    Graciela Scalco Brum; Rosália Maria Simões Antunes-Foschini; Christine Mae Morello Abbud; Harley Edison Amaral Bicas

    2011-01-01

    OBJETIVOS: Determinar as variações no ângulo de posicionamento ocular pós-operatório em pacientes submetidos a cirurgias para correção de estrabismo e identificar possíveis fatores de risco associados a tal ocorrência. MÉTODOS: Foi realizado estudo retrospectivo de 819 pacientes portadores de estrabismo submetidos à cirurgia para correção do desvio ocular entre janeiro de 1995 e dezembro de 2005 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. ...

  5. Ambliopia por estrabismo: estudo retrospectivo de pacientes em hospital universitário

    OpenAIRE

    Costa,Deborah Salerno; Klein,Rita de Cássia Andrade; Leite,Cristiane de Almeida; Ginguerra,Maria Antonieta da Anunciação; Polati,Mariza

    2006-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a influência da adesão ao tratamento, da gravidade da ambliopia e da idade de início do tratamento em pacientes com ambliopia por estrabismo submetidos à terapia oclusiva. MÉTODOS: Analisaram-se 569 prontuários de pacientes com ambliopia por estrabismo atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP no período de 1983 a 2000. Os critérios de exclusão foram: perda de seguimento, idade maior que 12 anos, presença de nistagmo e outras doenças oculares. Todos ...

  6. Risco de suicídio em paciente alcoolista com depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Lucia Spear King

    2006-01-01

    Full Text Available Dependência do álcool é o consumo excessivo com perda do controle apesar das conseqüências prejudiciais decorrentes. A depressão se caracteriza por um período longo e contínuo de humor deprimido com sintomas específicos. Procuramos ressaltar a importância do tratamento da co-morbidade da depressão em pacientes alcoolistas a fim de prevenir complicações como o risco de suicídio. O suicídio e a depressão em adolescentes e adultos representam maior risco com o uso indevido do álcool. A depressão em pacientes alcoolistas precede as tentativas de suicídio na maioria dos casos. Relatamos um caso grave de paciente dependente do álcool com depressão e risco de suicídio atendido no ambulatório do Programa de Estudos e Assistência ao Uso Indevido de Drogas do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PROJAD/IPUB/UFRJ. O tratamento consistiu no uso de antidepressivos e psicoterapia cognitivo-comportamental. O tratamento da depressão do paciente associou-se a maior adesão à terapêutica, prevenção de recaídas no alcoolismo e redução do risco de suicídio. O diagnóstico precoce da depressão como co-morbidade em paciente dependente de álcool realizado por profissionais treinados é indispensável para o tratamento adequado e para minimizar o risco de suicídio.

  7. Prevalência de anemia e insuficiência renal em portadores de insuficiência cardíaca não-hospitalizados Prevalencia de anemia e insuficiencia renal en portadores de insuficiencia cardiaca no hospitalizados Prevalence of anemia and renal insufficiency in non-hospitalized patients with heart failure

    OpenAIRE

    Francisco José Farias Borges dos Reis; André Maurício Souza Fernandes; Almir Galvão Vieira Bitencourt; Flávia Branco Cerqueira Serra Neves; André Yoichi Kuwano; Victor Hugo Pinheiro França; Cristiano Ricardo Bastos de Macedo; Cristiano Gonçalves da Cruz; Viviane Sahade; Roque Aras Júnior

    2009-01-01

    FUNDAMENTOS: Insuficiência cardíaca (IC) é uma doença comum com alta taxa de mortalidade. Anemia e insuficiência renal (IR) são frequentemente encontradas em portadores de IC associadas com maior gravidade da doença cardíaca e pior prognóstico. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de anemia e insuficiência renal, bem como a associação entre esses dois quadros, em portadores de IC não hospitalizados. MÉTODOS: Foram observados pacientes acompanhandos na clínica de IC de um hospital universitário de ...

  8. Prevalência de anemia e insuficiência renal em portadores de insuficiência cardíaca não-hospitalizados Prevalencia de anemia e insuficiencia renal en portadores de insuficiencia cardiaca no hospitalizados Prevalence of anemia and renal insufficiency in non-hospitalized patients with heart failure

    OpenAIRE

    Francisco José Farias Borges dos Reis; André Maurício Souza Fernandes; Almir Galvão Vieira Bitencourt; Flávia Branco Cerqueira Serra Neves; André Yoichi Kuwano; Victor Hugo Pinheiro França; Cristiano Ricardo Bastos de Macedo; Cristiano Gonçalves da Cruz; Viviane Sahade; Roque Aras Júnior

    2009-01-01

    FUNDAMENTOS: Insuficiência cardíaca (IC) é uma doença comum com alta taxa de mortalidade. Anemia e insuficiência renal (IR) são frequentemente encontradas em portadores de IC associadas com maior gravidade da doença cardíaca e pior prognóstico. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de anemia e insuficiência renal, bem como a associação entre esses dois quadros, em portadores de IC não hospitalizados. MÉTODOS: Foram observados pacientes acompanhandos na clínica de IC de um hospital universitário de ...

  9. Rosuvastatina e ciprofibrato no tratamento da dislipidemia em pacientes com HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Domingos

    2012-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A dislipidemia secundária à terapia antirretroviral potente nos pacientes com HIV está associada à significativa elevação da morbimortalidade cardiovascular por doença aterosclerótica, sendo, portanto, necessário tratamento imediato e eficaz. OBJETIVO: Demonstrar a efetividade e a segurança da rosuvastatina e do ciprofibrato no tratamento da dislipidemia associada à terapia antirretroviral potente em pacientes com HIV. MÉTODOS: Trezentos e quarenta e seis pacientes com dislipidemia foram submetidos a tratamento farmacológico: 200 pacientes com hipertrigliceridemia receberam ciprofibrato (Grupo I; 79 pacientes com hipercolesterolemia receberam rosuvastatina (Grupo II; e 67 pacientes com dislipidemia mista receberam ciprofibrato associado a rosuvastatina (Grupo III. O perfil lipídico foi avaliado antes e após o tratamento hipolipemiante, sendo feita comparação estatística pelo teste de Wilcoxon. Transaminases hepáticas e creatinofosfoquinase foram dosadas para controle de toxicidade hepática e muscular. RESULTADOS: As concentrações séricas de triglicérides e de colesterol total foram significativamente menores do que as obtidas antes do tratamento, para os três grupos experimentais (p < 0,002. Observou-se aumento significativo do HDL colesterol nos grupos experimentais I e III (p < 0,002. Nos grupos I e II, o LDL-colesterol foi significativamente menor (p < 0,001. Nenhum dos pacientes apresentou elevações de transaminases ou de creatinofosfoquinase a níveis de toxicidade significativa. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo demonstram que ciprofibrato, rosuvastatina ou a combinação de ambos pode ser considerada tratamento hipolipemiante efetivo, seguro e com boa tolerância nos pacientes com Aids submetidos à terapia antirretroviral potente.

  10. Fisioterapia durante a hemodiálise de pacientes com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saulo Freitas da Silva

    2013-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos de um programa de fisioterapia em pacientes com doença renal crônica (DRC durante a hemodiálise (HD. MÉTODOS: Cinquenta e seis pacientes com DRC participaram, durante 16 meses, de um programa de fisioterapia supervisionado nas sessões de HD. As avaliações ocorreram antes e 16 meses após o início do treinamento. O programa consistiu de exercícios de fortalecimento muscular, alongamento e bicicleta ergométrica estacionária. As análises se compuseram de teste de caminhada de seis minutos (TC6M; nível de esforço pela escala de BORG, teste de uma repetição máxima (1RM, para mensurar a força muscular de quadríceps; qualidade de vida (QV e medidas de pressão arterial (PA, frequências cardíaca (FC e respiratória (FR. RESULTADOS: Houve aumento na distância percorrida (54 m; p < 0,001 pelo TC6M e da força muscular de quadríceps (média de +3 para +4; p < 0,001; redução da FC e FR (média de 8 bpm e 5 irpm, respectivamente; p < 0,001; melhora no escore total da SF-36 (p < 0,006, porém significativamente na capacidade funcional (p < 0,006 e dor (p < 0,001. A PA reduziu, entretanto, não significativamente (p < 0,08. Verificou-se correlação apenas nos domínios dor e capacidade funcional, individualmente, com o aumento da distância percorrida no TC6M (p < 0,013 e p < 0,002; houve correlação entre diminuições na FC e FR, atreladas à redução na escala de BORG (p < 0,043. CONCLUSÃO: A fisioterapia, por meio de um programa de exercícios físicos durante o período intradialítico, pode proporcionar melhora significativa da QV e capacidade física dos pacientes com DRC.

  11. Sarcoidose renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    AQUINO MARIA ENEDINA CLAUDINO DE

    2001-01-01

    Full Text Available Em uma mulher de 62 anos, branca, em avaliação pré-operatória de facectomia, foram detectadas alterações urinárias, tendo sido firmados os diagnósticos de calculose renal esquerda e exclusão renal homolateral. No pré-operatório da nefrectomia foram evidenciados processo pulmonar intersticial bilateral e adenopatia torácica, cuja investigação foi adiada para após a cirurgia. No rim retirado foram detectados granulomas epitelióides não necrotizantes, o mesmo ocorrendo posteriormente em biópsia transbrônquica. A paciente foi tratada com metilprednisolona, com discreta melhora pulmonar, o que não ocorreu com a função renal. O diagnóstico final foi de sarcoidose com envolvimento pulmonar, ganglionar torácico e renal.

  12. PACIENTE EM UNIDADES MÉDICO-CIRÚRGICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Hespanhol Dorigan

    2015-01-01

    Full Text Available Este estudio tuvo como objetivo identificar los factores predictivos de la experiencia y la satisfacción del paciente con la atención de enfermería y comparar las propiedades psicometricas de la versión brasileña y la versión original del Newcastle Satisfaction with Nursing Scales. Se trata de un estudio transversal con 351 pacientes en unidades médico-quirúrgicas de un hospital universitario. Para el análisis de los dados se utilizó el método de regresión lineal múltiple. La satisfacción con la atención de enfermería en general fue el predictor de las experiencias (p<0.0001 y la satisfacción con el internamiento (p<0,0001. Otros predictores de la satisfacción con la atención fueron la edad (p=0,027, el nivel de educación (p=0,024 y la satisfacción con la hospitalización (p=0,021. Llegamos a la conclusión de que la versión brasileña del instrumento demostró confiabilidad y validez satisfactorios, así como ser fácil de usar y menos costoso.

  13. Prognóstico de crianças portadoras de insuficiência renal aguda em unidade de terapia intensiva

    OpenAIRE

    Bresolin, Nilzete Liberato

    2004-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saude. Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas Introdução: A insuficiência renal aguda (IRA) representa um fator importante de morbidade e mortalidade para lactentes e crianças gravemente enfermas. No entanto, há na literatura poucos estudos sobre fatores prognósticos nestes pacientes.

  14. Efeitos a curto prazo da dieta com proteína da soja em pacientes com glomerulopatias proteinúricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marion Souza Ahmed

    2011-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Há indícios de que a proteína da soja poderia contribuir para reduzir a velocidade de progressão da doença renal, diminuindo colesterol sérico e proteinúria em pacientes com nefropatias. Este estudo foi desenvolvido para avaliar o efeito da die>ta com proteína da soja sobre proteinúria e dislipidemia, em pacientes com glomerulopatias proteinúricas. PACIENTES E MÉTODOS: Os pacientes foram divididos em três grupos: o Grupo Controle (n = 9 recebeu dieta com 0,8 g/kg/dia de proteína animal; o Grupo de Estudo 1 (n = 9 recebeu dieta com 0,8 g/kg/dia de proteína da soja e o Grupo 2 (n = 9, dieta com 0,8 g/kg/dia de proteína da soja mais fibras. O período de estudo foi de oito semanas. Durante o período basal e no final do estudo, os pacientes foram submetidos à avaliação laboratorial e antropométrica. RESULTADOS: Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os períodos pré e pós-intervenção em nenhum dos grupos estudados, nos parâmetros antropométricos ou na composição corporal entre os três grupos, nem nos níveis de proteinúria (Controle: 0.7 ± 0.6 versus 0.8 ± 0.6; Grupo 1: 2.0 ± 1.7 versus 1.9 ± 1.8; Grupo 2: 2.0 ± 1.4 versus 2.1 ± 2.0. No entanto, observou-se discreta diminuição nos níveis triglicérides (244.8+-275.9 versus 200.5+-34.0, colesterol total (234.0+-59.4 versus 181.2+-110.3 e LDL (136.0+-59.1 versus 104.1+-39.4 no Grupo 1, embora sem atingir significância estatística. CONCLUSÃO: Não foram detectados efeitos benéficos com a substituição da proteína animal pela proteína da soja em relação aos objetivos de reduzir proteinúria e hiperlipidemia; porém, constatou-se que a dieta de proteína da soja não causou alterações deletérias na composição corporal, mantendo um estado nutricional adequado.

  15. Revisión de conocimientos sobre el fracaso renal agudo en el contexto del paciente crítico

    OpenAIRE

    Romero García, Marta; Delgado-Hito, Pilar; Cueva Ariza, Laura de la

    2013-01-01

    El fracaso renal agudo afecta entre un 1 y un 25% de los pacientes ingresados en unidades de cuidados intensivos, cifras que varían según la población y los criterios estudiados. Las complicaciones derivadas del fracaso renal agudo (hipervolemia, acidosis metabólica, hiperpotasemia, hemorragias) se tratan pero la mortalidad sigue siendo elevada a pesar de los avances tecnológicos de los últimos años ya que, habitualmente, el fracaso renal agudo está asociado a sepsis, insuficiencia respirator...

  16. Três anos de ventriculectomia parcial esquerda: resultados globais e tardios em 41 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    FROTA FILHO José Dario

    1999-01-01

    Full Text Available Objetivos: Avaliar a indicação, sobrevida, qualidade de vida e arritmias após Ventriculectomia Parcial Esquerda (VPE e relatar seu uso como ponte para transplante. Casuística e Métodos: Quarenta e um pacientes (pt operados no período de dezembro de 1994 a dezembro de 1997,com idades de 32 a 70 anos, com miocardiopatia dilatada, classe funcional IV-92,6% e III-7,3% com contra-indicação para transplante e má qualidade de vida. Ecocardiogramas e estudos eletrofisiológicos (EEF pré e pós-operatórios foram realizados. Clinicamente, agrupados pela NYHA e pelo Protocolo de Qualidade de Vida (QV. Resultados: Em 15 pacientes examinados aos 30 e 90 dias de pós-operatório por ecocardiograma obtivemos os dados da tabela abaixo: Sobrevida de 66%, 53%, 40% e 36,6% aos 3, 6, 12 e 24 meses, respectivamente. Aos 3 anos a mortalidade imediata e tardia é de 21,5 % e 42,1%,com total de 63,6 %. Menor mortalidade relacionada a arritmia quando não se conseguiu induzí-la no pós-operatório. A qualidade de vida melhorou (72,7 % em NYHA I e II e 81,8% em QV I e II e dois foram transplantados posteriormente. Conclusões: Melhoraram a dinâmica cardíaca, a QV e a classe funcional (NYHA.O EEF identificou pacientes com maior risco de arritmias pós-operatórias. A sobrevida de 36% em 3 anos é encorajadora, levando-se em conta a gravidade dos casos. A seleção de pacientes não tem ainda critérios inequívocos.

  17. Diálise peritoneal (DP como tratamento da insuficiência cardíaca congestiva (ICC em pacientes com doença renal crônica estágio IV Peritoneal dialysis for treating congestive heart failure in patients with stage IV chronic kidney disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Prompt

    2009-09-01

    Full Text Available A Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC é uma patologia com incidência crescente e que representa uma condição de grande impacto na saúde pública, com alta morbidade e mortalidade. O excesso de volume é uma complicação prevalente, presente em 80% dos pacientes atendidos com o diagnóstico de ICC. Estratégias farmacológicas e não farmacológicas no manejo terapêutico da ICC visam ao melhor manejo do volume e à redução no uso de diuréticos. A ultrafiltração extracorpórea tem evidenciado melhor controle de peso, redução nos dias de hospitalização e re-hospitalização dos pacientes com ICC. Neste artigo, relatamos dois casos atendidos no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, relativos a pacientes com diagnóstico de ICC tratados com diálise peritoneal.Congestive heart failure (CHF has a growing incidence, a great impact on public health, and high morbidity and mortality. Excessive blood volume is a prevalent complication present in 80% of the patients diagnosed with CHF. Pharmacological and non-pharmacological strategies in the treatment of CHF aim to better manage blood volume and reduce the use of diuretics. Extracorporeal ultrafiltration has evidenced better weight control, and a reduction in the length of hospitalization and re-hospitalization of patients with CHF. We report the cases of 2 patients diagnosed with CHF and treated with peritoneal dialysis at Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

  18. Ensaio clínico com novo antidepressivo (Doxepin em pacientes internados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Marques-Assis

    1969-06-01

    Full Text Available A ação antidepressiva do Doxepin foi estudada em 17 pacientes internados. Em 8 casos foi feito o diagnóstico de psicose maníaco-depressiva, em 7 de depressão psiconeurótica e, em dois, de depressão involutiva. O tempo de tratamento variou de 10 a 42 dias. O Doxepin foi utilizado em doses máximas que variaram entre 125 e 300 mg/dia. Foram feitas avaliações semanais da sintomatologia, tendo sido registrados os efeitos colaterais espontaneamente referidos pelos pacientes. Controle laboratorial (leucocitometria, hematócrito, transaminase glutâmico-oxalacética, uréia e proteinúria foram feitos antes, durante e após o tratamento. A análise dos resultados obtidos permitiu aos autores chegarem às seguintes conclusões: 1 os efeitos colaterais foram de pequena monta, não interferindo diretamente com o tratamento; 2 as provas laboratoriais não apresentaram alterações significativas; 3 o medicamento apresentou ação antidepressiva em 82,7% dos casos, com 52,9% de remissões; 4 as depressões psiconeuróticos foram as que melhor responderam ao tratamento.

  19. Resposta renal à maltodextrina e ao treinamento em diferentes intensidades

    OpenAIRE

    Cátia Fernandes Leite; Airton José Rombaldia

    2015-01-01

    O objetivo foi investigar a resposta renal à ingestão de maltodextrina e à natação de padrão aeróbio ou anaeróbio de alta intensidade em ratos. Materiais e métodos O protocolo consistiu de oito semanas de natação em padrão aeróbio (sobrecarga 5%) ou intermitente (sobrecarga 10%). Durante 37 dias os animais foram suplementados, por meio de gavagem, com uma dose diária de 0,48g.Kg−1 de maltodextrina dissolvida em água ou receberam água pura, antes do treinamento. Resultados O treinamento anaeró...

  20. Hemorragia adrenal bilateral com trombose da veia renal direita e veia cava inferior em um recém-nascido Bilateral adrenal hemorrhage associated with right renal vein and inferior vena cava thrombosis in a newborn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Severino Aires de Araújo Neto

    2003-10-01

    Full Text Available Os autores apresentam um caso de um recém-nascido com um tipo raro de associação de hemorragia adrenal bilateral com trombose de veia renal direita e de veia cava inferior, em que os exames de ultra-sonografia e tomografia computadorizada exerceram papel crucial no estabelecimento do diagnóstico, orientação da conduta e seguimento do paciente.We report a rare case of coexisting bilateral adrenal hemorrhage, right renal vein and inferior vena cava thrombosis in a neonate. Imaging studies played an important role in the diagnosis, management, and follow-up of this patient.

  1. Double renal artery in cat/ Artéria renal dupla em gato

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Abidu-Figueiredo

    Full Text Available Knowledge of the renal vessels variations has importance in a systematization program of radiological and surgical anatomy, both in humans and animals, applied for research and surgical training. Renal arteries have been considered by dissective or angiographic study means. Particular attention has been paid to the study of these vessels, outlining the variations noticed among various animal species. The renal arteries sites of origin of the abdominal aorta vary according to the renal topography of the different animals. As a rule, the right artery arises more cranially than the left one, according with the most cranial position of the right kidney. Thus, the goal of this article is to describe a case of a left double renal artery originating from the ventral portion of the aorta, in a three old male cat cadaver, formalin-preserved at 10% and with latex colored vascular injection. It was observed that the left kidney was supplied by two arteries of different topography and arrangements, showing duplicity of the renal artery.O conhecimento das variações nos vasos renais possui importância em um programa de sistematização da anatomia radiológica e cirúrgica, tanto para o homem quanto para animais destinados a pesquisa, ensino e treinamento cirúrgico. As artérias renais têm sido estudas tanto radiograficamente quanto através de dissecção. Atenção particular é dada ao estudo desses vasos enfatizando as variações entre as diferentes espécies animais. O local de origem das artérias renais a partir da aorta abdominal varia de acordo com a topografia renal nos diferentes animais. A artéria renal direita se origina mais cranialmente que a esquerda de acordo com a posição mais cranial do rim direito. O objetivo deste artigo é descrever um caso de dupla artéria renal esquerda originando-se da superfície ventral da artéria aorta abdominal em um cadáver de gato macho com três anos de idade. O mesmo foi fixado e preservado com

  2. Candidíase em pacientes aidéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.E.O.P. Campos

    1992-09-01

    Full Text Available Trinta e cinco aidéticos entre 19 e 55 anos admitidos e tratados de candidíase no Hospital Emílio Ribas, SP, com ELISA positivo para HIV e confirmado pelo Western Blot. Tuberculose em 9 sendo 2 com pericardite; neurotoxoplasmose em 6; neurocriptococose em 5; herpes labial em 4; pneumocistose em 3 e sarcoma de Kaposi em 2, achavam-se associadas. A concentração inibitória mínima 50% (MIC 50% para os azoles foi: ketoconazol= 2,2 µg/ml; itraconazol- 21,0 µg/ml; fluconazol = 19,0 µg/ml. O MIC 50% para ospolienos: nistatina- 50,0 µg/ml; anfotericina B= 0,12 µg/ml e para 5 fluorcitosina= 1,6 µg/ml nas 35 amostras de Candida isoladas. Testes não paramétricos de Siegel revelaram significante identificação (80% das Candida albicans na candidíase, e que a dose de AMB não modificou o número de óbitos, precoce e tardio, ocorridos nesses aidéticos. O uso prévio dos azoles e da nistatina explicaria, talvez, o elevado MIC 50% observado nas amostras de Candida isoladas.A total of 35 in patients admitted at Emilio Ribas Hospital - São Paulo, Brazil, with digestive candidiasis and AIDS clinical diagnostic were evaluated 10 month later, being 29 male and 6 female; white outnumbering black with age ranged from 30 to 50 years old. Agar Sabouraud culture and tube germinative tests identified 28 (80% Candida albicans out 35 strains. Minimum inhibitory concentration (MIC 50% was against azoles (ketoconazole= 2.2 µg/ml; itraconazole = 21.0 µg/ml and fluconazole- 19.0 µg/ml; polyenes (ny statine - 50.0 µg/ml and amphotericin B= 0.12 µg/ml and 5 fluorcytosine= 1.6µg/ml. Siegeltests showed significant Candida albicans proportions in strains isolated from 35 AIDS patients. There was no significant relation between AMB dosis and early or late death. Conclusions: candidiasis in AIDS patients showed high MIC 50% to azoles and nystatine and significant Candida albicans proportion in all strains isolated from AIDS patients. Previous amphotericin B

  3. La dieta del paciente renal: ¿Se puede incluir pescado?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. I. Castro González

    2012-10-01

    Full Text Available Introducción: El tratamiento de las enfermedades renales, que son un grave problema de salud pública, es muy complicado. La terapia nutrimental busca retardar la progresión de la enfermedad, mantener un buen estado nutricio y prevenir el desarrollo de comorbilidades. Objetivo: El objetivo del presente estudio fue analizar diez especies de pescado de consumo cotidiano para identificar aquellas que por su bajo aporte de fósforo, proteína de alto valor biológico y su aporte de ácidos grasos n-3 puedan incluirse en la dieta del paciente renal. Material y métodos: Se analizaron las siguientes especies: Bonito, Cabezona, Chucho, Escolar, Espada, Golondrina, Lenguado, Lobina, Mojarra rayada y Pámpano, siguiendo las técnicas de la AOAC y Keller, para determinar su contenido de proteína, fósforo, sodio, potasio, colesterol, vitaminas D3 y E y ácidos grasos n-3 EPA + DHA. Posteriormente se evaluaron las relaciones entre estos nutrimentos. Resultados: Las especies analizadas presentaron valores de proteína desde 16,5 g/100 g de filete (Lobina hasta 27,2 g/100 g (Cabezona, el valor de fósforo más bajo fue de 28,6 mg/100 g (Mojarra rayada y el más alto fue 216,3 mg/100 g (Chucho. 80% de las especies presentaron > 100 mg EPA + DHA en 100 g de filete. Por su relación Fósforo/g Proteína todos los pescados excepto Escolar y Espada, pueden incluirse; la relación más baja de fósforo/EPA + DHA se presentó en Bonito, Escolar, Golondrina, Lobina, Mojarra rayada. Conclusiones: El Pámpano es la especie más recomendada para los pacientes renales por las relaciones entre todos sus nutrimentos; aunque todas las especies, excepto Escolar y Espada, pueden formar parte de la alimentación renal.

  4. Nuevos anticoagulantes orales en pacientes con enfermedad renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lara Belmar Vega

    2017-05-01

    Full Text Available Los pacientes con enfermedad renal crónica (ERC tienen tendencias hemorrágicas y trombóticas, por lo que la indicación de anticoagulación ante la aparición de fibrilación auricular (FA es compleja. La FA es la arritmia cardíaca crónica más frecuente, siendo el tromboembolismo y el ictus isquémico en particular las complicaciones más importantes. En los últimos años se han desarrollado nuevos fármacos anticoagulantes orales que han mostrado superioridad respecto a los clásicos antagonistas de la vitamina K (AVK en la prevención de ictus, embolismo sistémico y riesgo de sangrado, constituyendo una alternativa eficaz a ellos.

  5. Paciente quirúrgico con insuficiencia renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Enrique Trujillo Salgado

    1997-08-01

    Full Text Available Se realiza una concisa revisión de los principales aspectos clínicos del paciente con insuficiencia renal crónica en relación con la cirugía y la anestesia, y se recorren tópicos vinculados al riesgo quirúrgico y la farmacología de las drogas anestésicas. Se ofrecen puntos de vista para discutir, entre las tendencias de la práctica especializada actualAn accurate review of the amin clinical aspects of the patient presenting with chronic kidney failure is made in relation to surgery and anesthesia placing emphasis on the topics related to surgical risk and pharmacology of anesthesic drugs. Different points of view to be discussed among the trends of the current specialized practice are also provided

  6. Desfechos da gestação em pacientes com dermatomiosite e polimiosite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Sayuri Missumi

    2015-04-01

    Full Text Available Introdução: Há poucos estudos que descrevem a gravidez em pacientes com dermatomiosite/polimiosite. São, em grande parte, limitados a relatos de casos ou estudos com amostras pequenas. Objetivos: Analisar a gestação em uma grande amostra de pacientes com dermatomiosite/polimiosite e os desfechos naquelas que engravidaram durante ou depois do início da doença. Métodos: Foram analisados 98 pacientes do sexo feminino com miopatias inflamatórias idiopáticas (60 com dermatomiosite e 38 com polimiosite. Elas foram entrevistadas entre junho de 2011 e junho de 2012 para coletar seus antecedentes obstétricos e dados demográficos. Resultados: Tinham antecedentes obstétricos 78 (79,6% das 98 pacientes. Seis pacientes compolimiosite e nove com dermatomiosite engravidaram após o início da doença. O desfecho da gravidez nessas pacientes foi bom, exceto nos seguintes casos: um de reativação da doença, um de retardo do crescimento fetal, um de diabetes mellitus, um de hipertensão arterial, um de hipotireoidismo e dois de aborto (mesma paciente. Além disso, duas pacientes desenvolveram dermatomiosite durante a gravidez e quatro (duas polimiosite e duas dermatomiosite durante o período pós-parto, com bom controle a seguir com glucocorticoidese terapia imunossupressora. Conclusões: Os eventos obstétricos adversos estiveram relacionados com as intercorrências clínicas e a gravidez não parece levar especificamente a um pior prognóstico na doença (por exemplo: recidiva. Além disso, a dermatomiosite ou polimiosite de início durante a gestaçãoou no período pós-parto apresentou boa evolução depois do tratamento farmacológico.

  7. O eletrocardiograma no diagnóstico da hipertrofia ventricular de pacientes com doença renal crônica El electrocardiograma en el diagnóstico de la hipertrofia ventricular de pacientes con enfermedad renal crónica Electrocardiography in the diagnosis of ventricular hypertrophy in patients with chronic renal disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco de Assis Costa

    2009-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda (HVE é um fator preditor independente de risco cardiovascular e sua caracterização e prevalência na doença renal crônica (DRC carecem de melhor estudo. OBJETIVO: Estabelecer o diagnóstico de HVE em pacientes com DRC em estágio 5 por seis diferentes critérios eletrocardiográficos, correlacionando-os com o índice de massa do ventrículo esquerdo (IMVE obtido pelo ecocardiograma. MÉTODOS: Estudo transversal que incluiu 100 pacientes (58 homens e 42 mulheres, idade de 46,2 ± 14,0 anos com DRC de todas as etiologias, há pelo menos seis meses em hemodiálise (HD. Foram obtidos eletrocardiograma (ECG e ecocardiograma dos pacientes, sempre até uma hora após o término das sessões de HD. RESULTADOS: A HVE foi detectada em 83 pacientes (83%, dos quais 56 (67,4% apresentavam o padrão concêntrico e 27 (32,6% o padrão excêntrico de HVE. Todos os métodos eletrocardiográficos estudados tiveram sensibilidade, especificidade e acurácia diagnósticas acima de 50%. Pela correlação linear de Pearson com o IMVE, apenas o critério de Sokolow-Lyon voltagem não apresentou coeficiente > 0,50. Já o cálculo da razão de verossimilhança mostrou que o ECG possui poder discriminatório para diagnóstico de HVE na população estudada, com ênfase para os critérios de Cornell produto e Romhilt-Estes. Não houve correlação entre IMVE com o QTc e sua dispersão. CONCLUSÃO: O ECG é um método útil, eficaz e de alta reprodutibilidade no diagnóstico de HVE dos pacientes em HD. Nessa população, o critério de Cornell produto mostrou-se o mais fidedigno para a detecção de HVE.FUNDAMENTO: La hipertrofia ventricular izquierda (HVI es un factor predictor independiente de riesgo cardiovascular y su caracterización y prevalencia en la enfermedad renal crónica (ERC carecen de mejor estudio. OBJETIVO: Establecer el diagnóstico de HVI en pacientes con ERC en estadio 5 por seis diferentes criterios

  8. Manifestações bucais em pacientes com hipogamaglobulinemia

    OpenAIRE

    Karin Sá Fernandes

    2010-01-01

    A hipogamaglobulinemia é uma alteração da imunidade humoral caracterizada por baixos níveis séricos de anticorpos podendo ter causas primárias e secundárias. Estes pacientes apresentam uma susceptibilidade a infecções bacterianas de repetição ou crônicas, principalmente do trato respiratório. Além disso, há alta prevalência de doenças gastrointestinais infecciosas e inflamatórias, hepatite C, doenças auto-imunes, doenças linfoproliferativas e granulomatosas. Ainda que a doença seja conhecida ...

  9. Neurocisticercose: diagnóstico tomográfico em pacientes neurológicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    NARATA ANA P.

    1998-01-01

    Full Text Available Neurocisticercose (NC é a parasitose mais comum do sistema nervoso central no nosso meio. Foram analisadas 3093 tomografias computadorizadas (TC de 2554 pacientes neurológicos durante o período de um ano. A maioria dos pacientes era procedente de Curitiba (77,3%. 1821 (58,9% das TC foram normais. Do total destes pacientes, 236 (9,2% possuíam achados tomográficos compatíveis com NC; a proporção feminino:masculino foi 1,6:1. Duzentos e dezenove casos (92,8% apresentavam a forma inativa, 13 (5,5% ativa, 3 (1,3% ambas, e apenas 1 caso a forma racemosa. Calcificações intraparenquimatosas foram o achado mais comum (89%. Cefaléia foi o achado clínico mais frequente (35,5%, seguida de epilepsia isolada (20,9% ou associada a outros achados neurológicos (9%. Achados tomográficos compatíveis com NC, especialmente a forma inativa, são achados relativamente comuns em uma população não selecionada de pacientes neurológicos. Com exceção parcial dos pacientes epilépticos, a relação destes achados com o quadro clínico neurológico deve ser cuidadosamente analisada individualmente, pois a presença casual de calcificações isoladas intraparenquimatosas ocorre em uma proporção significativa de pacientes com queixas ou doenças neurológicas sem relação com a NC.

  10. Anestesia em paciente com Xeroderma Pigmentoso: relato de caso Anestesia en paciente con Xeroderma Pigmentoso: relato de caso Anesthesia in patient with Xeroderma Pigmentosum: case report

    OpenAIRE

    Carlos Rogério Degrandi Oliveira; Luciana Elias; Ana Cláudia de Melo Barros; Diogo Brüggemann da Conceição

    2003-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O Xeroderma Pigmentoso é uma doença autossômica recessiva rara, caracterizada pelo desenvolvimento prematuro de neoplasias devido à extrema sensibilidade à radiação ultravioleta. Estas manifestações ocorrem por falha no mecanismo de excisão e reparo do DNA. Se comparados a indivíduos normais, estes pacientes apresentam risco 1000 vezes maior de desenvolver neoplasias em áreas expostas ao sol. O objetivo deste relato é apresentar a conduta anestésica em uma paciente ...

  11. Anemia na doença renal crônica em hospital da região noroeste do estado do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Schmalz Bueno

    2014-09-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC tem sido identificada em um número crescente de pacientes e, dentre suas consequências, encontra-se a anemia. Objetivo: Verificar a ocorrência de anemia em pacientes com DRC que realizavam hemodiálise em um hospital da Região Sul, Brasil, bem como seu perfil laboratorial renal e de ferro. Métodos: Realizou-se estudo retrospectivo descritivo analítico. Foram analisados 45 prontuários com resultados de exames desde o início do tratamento hemodialítico até nove meses após. Resultados: Mais de 50,0% dos pacientes apresentava hipertensão arterial e diabetes e 68,8% era do gênero masculino. A anemia esteve presente em 97,8% dos pacientes e foi tratada com eritropoetina e/ou ferro. No período avaliado, ocorreu aumento nas medianas dos níveis de hemoglobina (p < 0,001, hematócrito (p < 0,001, ferritina, creatinina (p < 0,001 e ureia pré (p = 0,039. A saturação de transferrina estava baixa em 35,6% dos pacientes após aproximadamente um ano de tratamento hemodialítico. Houve correlação entre creatinina e ureia, ambas elevando-se. Conclusão: Após a Introdução de tratamento para anemia, ocorreu aumento dos níveis plasmáticos de hemoglobina e melhora do quadro, ainda que sem normalização completa desses níveis.

  12. Monitorização de eletrólitos urinários em pacientes críticos: estudo preliminar observacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Toledo Maciel

    2012-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Sobreviventes e não sobreviventes da unidade de terapia intensiva apresentam perfis ácido-básicos distintos. A regulação renal de eletrólitos urinários e a diferença de íons fortes urinários têm papéis principais na homeostase ácido- básica. O objetivo deste estudo foi avaliar a potencial utilidade da mensuração diária dos eletrólitos urinários na monitorização ácido-básica e da função renal. MÉTODOS: Foram registrados, prospectivamente e diariamente, parâmetros ácido-básicos plasmáticos e marcadores tradicionais da função renal, em paralelo à medição dos eletrólitos urinários em pacientes com sonda vesical internados na unidade de terapia intensiva. Os pacientes que permaneceram na unidade de terapia intensiva com sonda vesical por pelo menos 4 dias foram incluídos neste estudo. RESULTADOS: Dos 50 pacientes incluídos neste estudo, 22% vieram a óbito durante a internação na unidade de terapia intensiva. A incidência de lesão renal aguda foi significativamente maior nos não sobreviventes, durante os 4 dias de observação (64% versus 18% em sobreviventes. O cloreto e o sódio urinário foram mais baixos, e a diferença de íons fortes urinários mais alta, no 1º dia, em pacientes que desenvolveram lesão renal aguda tanto nos sobreviventes como nos não sobreviventes. Ambos os grupos tiveram débito urinário semelhante, embora os não sobreviventes tenham apresentado diferença de íons fortes urinários persistentemente mais alta durante o período de observação. Os sobreviventes apresentaram melhoria progressiva no perfil metabólico ácido-básico devido ao aumento, no plasma, da diferença de íons fortes e à diminuição dos ácidos fracos. Essas mudanças foram concomitantes à diminuição da diferença de íons fortes urinários. Com relação aos não sobreviventes, os parâmetros ácido-básicos não tiveram alteração significativa durante o seguimento. CONCLUSÃO: A avalia

  13. Tratamento de pneumonia em pacientes hospitalizados 3/4 resultado de um estudo clínico multicêntrico utilizando uma cefalosporina de quarta geração (cefepima)

    OpenAIRE

    E.A.S. Medeiros

    1999-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a eficácia e a segurança da cefepima no tratamento de pneumonia grave em pacientes hospitalizados. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Realizamos um estudo perspectivo, multicêntrico, não comparativo envolvendo 148 pacientes (62 com pneumonia hospitalar, 34 com pneumonia comunitária e 52 formas indefinidas). A cefepima foi administrada por via intravenosa (1.000 a 2.000mg cada 12 horas), sendo que as doses também foram ajustadas para a função renal. A resposta clínica foi avaliada 48 hora...

  14. Sintomas de pacientes em tratamento oncológico = Symptoms of patients undergoing oncological treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brateibach, Valdecir

    2013-01-01

    Full Text Available Objetivo: Associar sintomas de pacientes em tratamento oncológico com o tipo de tratamento, faixa etária e sexo. Materiais e Métodos: Estudo observacional, transversal e analítico; realizado com 480 pacientes em tratamento atendidos em um Centro de Alta Complexidade de Tratamento para Câncer no Sul do Brasil no período de abril a dezembro de 2011. Resultados: A média de idade dos entrevistados foi de 58,23 (DP=13,11 anos. Os sintomas mais freqüentes nos pacientes em tratamento quimioterápico antineoplásico foram a fadiga e a dor com 78,5%, o que corresponde a 238 pacientes, seguido de constipação e insônia com 51,8% e 47,5%, respectivamente, e principalmente no sexo feminino. Na comparação das médias dos sintomas conforme o tratamento, náuseas e vômitos apresentaram associação com p=0,013, enquanto na comparação dos sintomas com os ciclos de vida náuseas e vômitos apresentaram p=0,05 e 0,24, respectivamente. Conclusão: O estudo evidencia associação estatística dos sintomas náuseas e vômitos com o ciclo de vida e tratamento, e revela maiores queixas entre as mulheres. Estes dados podem ser utilizados na prática assistencial, auxiliando na individualização da assistência

  15. Diagnósticos de enfermagem identificados em pacientes transplantados renais de um hospital de ensino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Soares Josino da Silva

    2009-06-01

    Full Text Available O transplante de órgãos constitui uma última esperança de sucesso na recuperação de doenças em estágio terminal. AEnfermagem participa de forma atuante desde a captação do órgão até as consultas no ambulatório após o transplante,exigindo pessoal capacitado. Esse trabalho tem por objetivos identificar os principais diagnósticos de enfermagem empacientes transplantados renais, em uma unidade de internação de um hospital de ensino no município de Fortaleza-Ce, epropor intervenções baseadas nas reais necessidades desses pacientes. Estudo descritivo-exploratório, de naturezaqualitativa. A população foi constituída por pacientes transplantados em pós-operatório mediato e com complicações póstransplante,sendo a amostra de doze pacientes. A coleta dos dados ocorreu através da aplicação de um histórico deenfermagem e para a análise foi abordada a seqüência das etapas do PE, utilizando-se a taxonomia II da NANDA. Foramidentificados dezessete diagnósticos de enfermagem, o que permitiu a elaboração de intervenções baseadas nas reaisnecessidades desses pacientes. Acreditamos que, as intervenções sugeridas fundamentadas com referencial teórico, serão desuma importância para a prática dos enfermeiros que trabalham nessa área, e principalmente no hospital em questão.

  16. O familiar acompanhante como estimulo comportamental de pacientes internados em terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Veronica Lopes Louzada Vidal

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivos deste estudo foram levantar as expressões verbais e não verbais presentes no comportamento do paciente antes, durante a inserção e permanência do familiar acompanhante no centro de terapia intensiva, e analisar comparativamente as alterações comportamentais do paciente durante esses momentos da internação. MÉTODO: O cenário foi o centro de terapia intensiva de um hospital no Rio de Janeiro, conveniado com o Sistema Único de Saúde (SUS. A abordagem qualitativa resultou da observação livre sobre o comportamento de cinco pacientes e registros em diário de campo durante três dias consecutivos. Priorizou-se observação do paciente no primeiro dia de internação e após a inserção ininterrupta do familiar acompanhante por três dias consecutivos. RESULTADOS: As mudanças nas reações verbais e não verbais do paciente após os estímulos gerados pela presença do familiar variaram de ausência de fala e movimentos, passividade no agir, a reações de aceitação dos procedimentos, comunicação cinésica ampliada e maior participação no cuidado.

  17. Freqüência de dermatoses infecciosas em 208 pacientes transplantados renais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vettorato Gérson

    2003-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: Nos pacientes transplantados renais, a imunossupressão crônica acarreta maior suscetibilidade às dermatoses infecciosas. OBJETIVOS: avaliar a freqüência de dermatoses infecciosas em 208 pacientes transplantados renais no período de 12 meses e verificar a relação entre sua ocorrência e o período de tempo transcorrido desde o transplante. MÉTODO: 208 transplantados renais de uma população de 720 pacientes foram submetidos a exame dermatológico no período de um ano, tendo sido realizados exames anatomopatológico micológico, bacteriológico e/ou cultural das lesões suspeitas. RESULTADOS: a freqüência de dermatoses infecciosas nessa população foi de 89,4%. As infecções fúngicas, virais, bacterianas e parasitárias mais freqüentes foram pitiríase versicolor (17,8%, verruga vulgar (32,2%, foliculite (4,3% e escabiose (3,8%. CONCLUSÃO: as dermatoses infecciosas são freqüentes nos pacientes transplantados renais, e sua ocorrência aumenta progressivamente conforme o tempo transcorrido a partir do transplante, sendo importante o acompanhamento dermatológico desses pacientes.

  18. Qualidade de vida em pacientes hipertensos e validade concorrente do Minichal-Brasil

    OpenAIRE

    Melchiors, Ana Carolina; Correr,Cassyano Januário; Pontarolo, Roberto; Santos,Felipe de Oliveira de Souza; Rodrigo Augusto de Paula e Souza

    2010-01-01

    FUNDAMENTO: Os questionários de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QVRS) são instrumentos de medidas de resultados humanísticos tanto em estudos clínicos quanto em farmacoeconômicos. No entanto, eles devem ter seus parâmetros psicométricos avaliados, de forma a refletir a avaliação subjetiva individual da qualidade de vida. OBJETIVOS: Descrever o perfil de qualidade de vida dos pacientes hipertensos e avaliar a validade concorrente do instrumento Minichal-Brasil, comparando com o instrume...

  19. Efeitos da sondagem nasogástrica em pacientes com acidente cerebrovascular e disfagia

    OpenAIRE

    2014-01-01

    O estudo teve por objetivo analisar os efeitos da sondagem gástrica em pacientes com acidente vascular cerebral e disfagia. Revisão sistemática da literatura, realizada em seis bases de dados, com os descritores stroke e intubation, gastrointestinal. Foram encontrados 120 estudos e selecionados três ensaios clínicos. Os resultados apontaram diferentes desfechos, entre os quais: aumento do nível sérico de albumina (gastrostomia), prognóstico ruim e risco...

  20. Alta parasitemia pelo Trypanosoma cruzi em paciente com lupus eritematoso sistêmico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos-Neto Leopoldo Luiz dos

    2003-01-01

    Full Text Available É descrito um caso de doença de Chagas com alta parasitemia pelo Trypanosoma cruzi em paciente com lupus eritematoso sistêmico. O xenodiagnóstico foi útil na identificação da parasitemia e o benznidazol foi capaz de reduzir a alta e incomum parasitemia. Em indivíduos com doenças auto-imunes e immunossuprimidos, o benznidazol pode ser uma alternativa no controle da alta parasitemia por Trypanosoma cruzi.

  1. Infecções fúngicas em pacientes pediátricos portadores de neoplasias

    OpenAIRE

    Maria Rabelo de Carvalho, Ana

    2008-01-01

    Infecções fúngicas são freqüentes em pacientes com neoplasias, principalmente as crianças, devido à imaturidade do sistema imunológico e quando fazem uso de terapêuticas invasivas, internamento prolongado e medicamentos imunossupressores. O presente estudo teve como objetivos diagnosticar infecções fúngicas em crianças com câncer e relatar as espécies isoladas correlacionando com o tipo de câncer. Foram realizadas coletas no Hospital Universitário Oswaldo Cruz/ Centro de Oncologia...

  2. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    OpenAIRE

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues; Maria Eugênia Farias Almeida Motta

    2012-01-01

    OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011), além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos...

  3. O efeito da hidroterapia na dor, qualidade de vida e funcionalidade em pacientes com fibromialgia

    OpenAIRE

    Rocha, Virgílio

    2016-01-01

    Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciado em Fisioterapia Objetivo: Sistematizar a evidência científica existente sobre o papel do efeito da Hidroterapia na Dor, Qualidade de Vida e Funcionalidade em pacientes com Fibromialgia Métodos: Estudo de revisão incluindo estudos randomizados controlados, pesquisados nas bases de dados PubMed, EBSCO, PEDro e Web of Science, com doentes com fibromialgia, cujo tipo de...

  4. Avaliação de risco para úlcera por pressão em pacientes críticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Sampaio Latini Gomes

    2011-04-01

    Full Text Available Pacientes acamados apresentam risco de desenvolver úlceras por pressão e representam um grupo prioritário para o estudo e identificação deste agravo. Para tal, utilizam-se instrumentos de avaliação específicos para o problema. O objetivo deste estudo foi analisar os fatores de risco para o desenvolvimento de úlcera por pressão em pacientes adultos internados em CTIs. Trata-se de um estudo seccional analítico no qual foram avaliados 140 pacientes, internados em 22 CTIs, utilizando-se a escala de Braden. Os resultados mostraram que pacientes internados por 15 dias ou mais apresentavam alguma categoria de risco. As maiores freqüências de úlcera por pressão foram encontradas em pacientes que estavam nas categorias: percepção sensorial (completamente limitado, umidade (constantemente úmida, mobilidade (completamente imobilizado, atividade (acamado, nutrição (adequado e fricção e cisalhamento (problema. Conclui-se que a utilização dessa escala traduz-se em estratégia importante no cuidar de pacientes em terapia intensiva.

  5. INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES ONCOLÓGICOS EM CUIDADOS PALIATIVOS INTERNADOS EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Fernandes de Oliveira

    2016-01-01

    Full Text Available Câncer é um sério problema de saúde. Os pacientes oncológicos são submetidos a longos períodos de internação e medo constante da morte, principalmente quando esses pacientes estão em cuidados paliativos. A assistência de enfermagem aos pacientes em cuidados paliativos é permeada por dificuldades e obstáculos, dentre eles destaca-se os intitucionais e pessoais. Lidar com uma doença crônica como o câncer e o óbito requer profissionais capacitados e comprometidos com o bem estar do pacientes e de seus familiares. As complicações decorrentes da doença ou do tratamento tornam esses pacientes potencialmente graves, sendo necessária em alguns casos a internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI. Os cuidados paliativos e a permanência dos pacientes oncológicos em UTI é para muitos controvérsio e motivo de descrédito e uma assistência restrita. Partindo dessa temática, objetivou-se descrever como as ações de enfermagem podem contribuir para um processo de morte digno aos pacientes oncológicos internados em uma UTI. Para atingir o objetivo optou-se por delineamento metodologico do tipo exploratório, descritivo, retrospectivo do tipo bibliográfico. Espera-se que esse estudo contribui para a assistência de enfermagem aos pacientes oncológicos em cuidados paliativos internados em UTI.

  6. Um Novo Indice de Doppler Tecidual para Prever Morte Cardiaca em Pacientes com Insuficiencia Cardiaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian Mornos

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: Foi demonstrado que um novo índice de Doppler Tecidual, E/(E'×S', incluindo a proporção entre a velocidade diastólica precoce transmitral e a do anel mitral (E/E', e a velocidade sistólica do anel mitral (S', tem uma boa precisão como preditor da pressão de enchimento do ventrículo esquerdo. Objetivo: Investigar o valor de E/(E'×S' para prever a morte cardíaca em pacientes com insuficiência cardíaca. Métodos: Foi realizado sucessivamente o ecocardiograma em 339 pacientes hospitalizados com insuficiência cardíaca, em ritmo sinusal, após tratamento médico adequado, no momento e um mês depois da alta. O agravamento de E/(E'×S' foi definido como um aumento do valor padrão. O ponto final foi a morte cardíaca. Resultados: Durante o período de acompanhamento (35,2 ± 8,8 meses, ocorreu a morte cardíaca em 51 pacientes (15%. O melhor valor mínimo para E/(E'× S' inicial na previsão da morte cardíaca foi de 2,83 (76% de sensibilidade, 85% de especificidade. No momento da alta, 252 pacientes (74,3% apresentaram E/(E'×S' ≤ 2,83 (grupo I, e 87 (25,7% apresentaram E/(E'×S' > 2,83 (grupo II, respectivamente. A morte cardíaca foi significativamente maior no grupo II em relação ao grupo I (38 mortes, 43,7% contra 13 mortes, 5,15%, p 2,83 no momento da alta e com um agravamento após um mês apresentaram o pior prognóstico (todos p < 0,05. Conclusão: Em pacientes com insuficiência cardíaca a relação E/(E'×S' é um poderoso preditor da morte cardíaca, especialmente quando esta estiver associada com o seu agravamento.

  7. Albumina sérica como marcador nutricional de pacientes em hemodiálise Serum albumin as nutritional marker of hemodialysis patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelma Scheyla José dos Santos

    2004-09-01

    Full Text Available A prevalência de desnutrição protéico-energético em pacientes com insuficiência renal crônica submetidos à terapia de hemodiálise é elevada. Dentre os diversos parâmetros disponíveis para a avaliação do estado nutricional, a albumina tem sido o mais comumente utilizado para este fim visto a sua estreita associação com a morbidade e mortalidade nesta população. No entanto, vários fatores como idade, comorbidades, hipervolemia e perdas corpóreas podem influenciar as concentrações séricas de albumina. Além disso, na vigência de inflamação, condição comumente presente neste grupo de pacientes, o metabolismo da albumina pode encontrar-se alterado, influenciando os seus níveis plasmáticos. Sendo assim, esta comunicação tem como objetivo abordar os aspectos gerais da albumina e discutir a sua utilização na avaliação do estado nutricional de pacientes com insuficiência renal crônica submetidos à hemodiálise.The prevalence of protein-energy malnutrition is high in patients with chronic renal failure on long-term hemodialysis therapy. Among several parameters available for the assessment of nutritional status, albumin has been the most commonly used given its strong association with morbidity and mortality in those patients. However, many factors such as age, comorbidities, hypervolemia and body losses, can affect the serum albumin concentration. Furthermore, the albumin metabolism can be altered in the presence of inflammation, a common condition in this group of patients. Thus, this communication aimed to address the general aspects of albumin and discuss its usefulness for assessing nutritional status in chronic renal failure patients undergoing hemodialysis.

  8. Valoración física, condición física y calidad de vida en pacientes con diferentes tratamientos renales sustitutivos

    OpenAIRE

    Sonsoles Hernández Sánchez; David García López; Alejandro Santos Lozano; Gustavo González-Calvo; Mónica Brazález Tejerina; Nuria Garatachea Vallejo

    2015-01-01

    La actividad física es de vital importancia en pacientes con enfermedad renal crónica, ya que mejora la capacidad funcional de los sujetos e incrementa notablemente su calidad de vida. Para mejorar la calidad de vida en pacientes con tratamiento renal sustitutivo, dializados o trasplantados, deberían ser incluidos programas de actividad física planificados y supervisados por profesionales. Existen varios estudios sobre entrenamiento aeróbico y de fuerza en pacientes con enfermedad renal cróni...

  9. Estrongiloidíase em pacientes com pênfigo foliáceo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Tavares-Neto

    1991-09-01

    Full Text Available Em 30 pacientes com pênfigo foliáceo, a freqüência da estrongiloidíase foi de 40,0%, através de três exames de Baermann-Moraes. No "Hospital do Pênfigo", em Uberaba, as freqüências da estrongiloidíase nos funcionários (n = 14 e escolares (n = 47 da Escola-creche, anexa, também foram altas, respectivamente 35,7% e 23,4%. Em 7 (58,3 % das 12 amostras do solo, do jardim/pátio do "Hospital", foram observadas formas de vida livre do Strongyloides stercoralis. O fator ambiental e a predisposição dos pacientes foram associados à alta transmissão da estrongiloidíase.In 30 patients with foliaceous pemphigus the frequency of strongyloidiasis was 40%, by three Baermann- Moraes examination. In the "Hospital do Penfigo", for patients with pemphigus of Uberaba, the frequencies of strongyloidiasis in the employees (n = 14 and students (n=47, of the annexed nursery, also were high, respectively 35.7 % and 23.4%. In 7(58.3 of 12 samples from the soil of the hospital courtyard were found free-life forms of Strongyloides. The environmental factor and the susceptibility of the pacients were associated with the high transmission of the strongyloidiasis.

  10. Costos de intervenciones para pacientes con insuficiencia renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Armando Arredondo

    Full Text Available INTRODUCCIÓN: Se presentan resultados sobre un estudio que pretendió identificar los costos de intervenciones en salud en el manejo de pacientes con insuficiencia renal crónica. MATERIAL Y MÉTODO: El método de costeo se basó en técnicas de consenso y de instrumentación de manejo de caso a través de la identificación de insumos y funciones de producción para la demanda de cada servicio solicitado. Las intervenciones costeadas incluyeron: diálisis peritoneal, hemodiálisis y trasplante renal. RESULTADOS: El costo por evento en US dóllares fué de $3.71, $57.95 y $ 8,778.32 respectivamente. En cuanto al costo de manejo anual de caso los resultados fueron: diálisis peritoneal $5,643.07, hemodiálisis $9,631.60 y trasplante $3,021.67. CONCLUSIONES: La información generada a partir de los costos de eventos difiere considerablemente de la información generada a partir del costo de manejo anual de caso. Estas diferencias resultan significativas para el diseño y evaluación de patrones de asignación de recursos

  11. Costos de intervenciones para pacientes con insuficiencia renal crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arredondo Armando

    1998-01-01

    Full Text Available INTRODUCCIÓN: Se presentan resultados sobre un estudio que pretendió identificar los costos de intervenciones en salud en el manejo de pacientes con insuficiencia renal crónica. MATERIAL Y MÉTODO: El método de costeo se basó en técnicas de consenso y de instrumentación de manejo de caso a través de la identificación de insumos y funciones de producción para la demanda de cada servicio solicitado. Las intervenciones costeadas incluyeron: diálisis peritoneal, hemodiálisis y trasplante renal. RESULTADOS: El costo por evento en US dóllares fué de $3.71, $57.95 y $ 8,778.32 respectivamente. En cuanto al costo de manejo anual de caso los resultados fueron: diálisis peritoneal $5,643.07, hemodiálisis $9,631.60 y trasplante $3,021.67. CONCLUSIONES: La información generada a partir de los costos de eventos difiere considerablemente de la información generada a partir del costo de manejo anual de caso. Estas diferencias resultan significativas para el diseño y evaluación de patrones de asignación de recursos

  12. Variabilidade da frequência cardíaca em pacientes com Distrofia Miotônica tipo 1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Fregonezi

    2012-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O envolvimento cardíaco é comum em pacientes com Distrofia Miotônica (DM. A Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC é uma técnica simples e confiável que pode ser útil para estudar a influência do sistema nervoso autonômico sobre o coração. OBJETIVO: Estudar a variabilidade da frequência cardíaca em pacientes com DM tipo 1. MÉTODOS: Estudamos a VFC durante registros de 5 minutos em pacientes com DM em um grupo controle saudável. Analisamos os domínios da frequência (BF e AF em unidades normalizadas (un e balanço simpático-vagal, na posição sentada e em decúbito dorsal. RESULTADOS: Dezessete pacientes (10 homens e 7 mulheres e dezessete indivíduos pareados saudáveis (10 homens e 7 mulheres foram estudados. As modulações simpática e parassimpática do coração elevadas em pacientes do sexo masculino com DM da posição em decúbito dorsal para a posição sentada em 19% da AFun e a razão BF/AF aumentaram 42,3%. Na posição sentada, os pacientes do sexo masculino com DM apresentaram balanços simpático-vagal significativamente mais elevados em 50,9% em comparação com indivíduos controles saudáveis. A VFC foi influenciada tanto pelo sexo quanto pela enfermidade apresentada. O sexo influenciou a AFun na posição em decúbito dorsal, enquanto a razão BF/AF e AFun foi afetada em ambas as posições. Análises post hoc mostraram que o sexo afeta significativamente pacientes com DM e indivíduos saudáveis de diferentes maneiras (p < 0,01. O domínio de baixa frequência na posição sentada (AFun foi significativamente influenciado pela enfermidade. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo sugerem que o estímulo simpático em pacientes de meia-idade do sexo masculino com DM que não está gravemente comprometido e apresenta duração moderada da doença parece ser maior do que em indivíduos saudáveis pareados.

  13. Associação entre Bem-Estar Espiritual e Autoestima em Pessoas com Insuficiência Renal Crônica em Hemodiálise

    OpenAIRE

    Erika Cássia Lopes Chaves; Thaynara Paola de Carvalho; Camila Csizmar Carvalho; Cristiane da Silva Marciano Grasselli; Rogério Silva Lima; Fábio de Souza Terra; Denismar Alves Nogueira

    2015-01-01

    ResumoEste estudo quantitativo teve por objetivo avaliar o bem-estar espiritual e a autoestima de pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico e investigar a relação entre ambos. Foi desenvolvido em uma unidade de hemodiálise de um hospital filantrópico do Sul de Minas Gerais, com amostra por conveniência (N=118), predominância de mulheres e média de idade de 57 anos. A coleta de dados deu-se por meio de entrevista, de outubro a novembro de 2013, com utilização do ins...

  14. Qualidade de vida e capacidade funcional em pacientes com úlcera arterial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Maria Renó Moreira

    2016-05-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a Qualidade de Vida (qv e a capacidade funcional em pacientes com Doença Arterial Periférica (dap e Úlceras Arteriais (ua. Metodologia: Estudo clínico descritivo e transversal, realizado no Sul de Minas Gerais, Brasil. Sessenta pacientes adultos alocados em três grupos —grupo dap com ua, grupo dap sem ua e grupo controle, sem dap e sem ua— foram entrevistados, utilizando-se os questionários Health Assessment Questionnaire (haq e o Short Form-36 Health Survey (sf-36 para medir a capacidade funcional e a qv, respectivamente. Para a comparação entre os grupos, foi utilizado o teste de Kruskal-Wallis. Resultados: Quarenta e dois participantes (70% são mulheres e a idade média foi de 63 anos. Os pacientes com dap, com ou sem ua, apresentaram incapacidade funcional significativamente maior que pacientes sem dap ( 0,01 nos componentes relacionados a deambulação, uso de utensílios domésticos, higiene e apreensão/sustentação de objetos. Os pacientes com dap, com ou sem lesões, apresentaram sf-36 escores significativamente mais baixos —menor qv— nos domínios Capacidade funcional, Aspectos físicos, Dor corporal, Vitalidade, Aspectos sociais e Aspecto emocional do sf-36 em relação ao grupo controle ( 0,001. Também foram observadas diferenças significativas ( 0,001 entre o grupo controle e o grupo com dap e ua nos domínios Estado geral de saúde e Saúde mental. Conclusão: Os pacientes com dap, com ou sem úlcera, apresentaram redução na capacidade de realização de algumas atividades cotidianas, além de baixos níveis de qv quando comparados aos pacientes sem a doença.

  15. Infección por virus BK en paciente pediátrico trasplantado renal BK virus infection in a pediatric renal transplant recipient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. Bonaventura

    2005-09-01

    Full Text Available El poliomavirus humano BK causa infección primaria asintomática en la niñez, estableciendo latencia principalmente en el tracto urinario. En individuos con alteración en la inmunidad celular se puede producir su reactivación desencadenando patología a nivel renal. Por estas razones es particularmente importante en la población pediátrica trasplantada renal, en la que puede producir la infección primaria cuando el paciente está inmunosuprimido. En nuestro trabajo se realizó el seguimiento de un paciente de 5 años trasplantado renal en octubre de 2003 que 45 días post-trasplante sufrió un deterioro del órgano injertado. Desde la fecha del trasplante hasta junio de 2004 se produjeron 3 episodios de alteración en la función renal, durante los cuales se analizaron muestras de sangre, orina, biopsia renal y líquido de linfocele. Para el diagnóstico difererencial entre rechazo agudo versus causa infecciosa se emplearon técnicas de detección para los virus BK, CMV y ADV, además del estudio citológico del tejido renal. Los resultados obtenidos junto con la clínica del paciente indican un probable caso de infección por BK. La importancia de realizar el diagnóstico diferencial entre rechazo agudo y la infección por BK radica en que la conducta en cuanto a la terapia inmunosupresora es opuesta en cada caso.BK Human Polyomavirus causes an asymptomatic primary infection in children, then establishing latency mainly in the urinary tract. Viral reactivation can lead to renal pathology in individuals with impaired cellular immune response. This is particularly important in pediatric transplant recipients, who can suffer a primary infection when immunosupressed. We followed up the case of a 5 years old patient who received a renal transplant in October 2003, and presented damaged graft 45 days after the intervention. The patient suffered 3 episodes of renal function failure between October 2003 and June 2004. Blood, urine, renal biopsy

  16. UTILIZAÇÃO DE ANTIMICROBIANOS EM PACIENTES HOSPITALIZADOS

    OpenAIRE

    Farias, Tânia de Sousa

    2007-01-01

    A descoberta dos antimicrobianos proporcionou a redução significativa das infecções e promoveu uma melhora significativa na qualidade de vida da população. Entretanto, essa realidade ocasionou o uso inadequado desses medicamentos e conseqüentemente o surgimento de cepas de bactérias resistentes à ação dos antibióticos. O uso clínico de antimicrobianos em hospitais tem conseqüências individuais e coletivas, pois afeta o indivíduo que faz uso desse fármaco, e a microbiota do ambiente hospitalar...

  17. Adiaspiromicose pulmonar: achado casual em paciente falecido de febre amarela

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moraes Mário A.P.

    2001-01-01

    Full Text Available Durante um surto de febre amarela (forma rural da infecção instalado, em fins de 1999, no Estado de Goiás, Brasil, um enfermo, com sintomatologia suspeita, faleceu no Hospital Universitário de Brasília, DF, cinco dias após a admissão. À necropsia, microscopicamente, além das alterações hepáticas características da infecção, encontraram-se nos pulmões e linfonodos hilares, estruturas arredondadas, reconhecidas como adiaconídios de Emmonsia parva var. crescens.

  18. Toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente sem evidência de imunossupressão: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva Luciana Almeida

    2001-01-01

    Full Text Available O quadro clínico da toxoplasmose adquirida em pacientes imunocompetentes habitualmente não inclui manifestações neurológicas focais, o que é freqüente em pacientes imunodeprimidos, como aqueles com síndrome da imunodeficiência adquirida. Este trabalho tem como objetivo relatar o caso de uma paciente adulta que apresentou abscessos cerebrais por Toxoplasma gondii, sem evidência de qualquer fator causador de imunossupressão.

  19. Treinamento de músculos inspiratórios em pacientes com quadriplegia Inspiratory muscle training in quadriplegic patients

    OpenAIRE

    Janne Marques Silveira; Ada Clarice Gastaldi; Cristina de Matos Boaventura; Hugo Celso Souza

    2010-01-01

    OBJETIVO: Determinar se o treinamento de músculos inspiratórios pode aumentar a força e endurance desses músculos em pacientes com quadriplegia. MÉTODOS: Oito pacientes quadriplégicos (7 homens e 1 mulher) com lesão medular cervical entre C4 e C7 foram submetidos ao treinamento de músculos inspiratórios utilizando-se um resistor de carga linear ajustado em 30% da PImáx. As sessões de treinamento foram realizadas com os pacientes sentados 5 vezes por semana por 8 semanas. Tempo de endurance, P...

  20. Análise da sobrevida e fatores associados à mortalidade em receptores de transplante renal em Hospital Universitário no Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Inês Gomes de Oliveira

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O transplante renal (TR é considerado como a melhor terapia para a Doença Renal Crônica (DRC. Fatores associados à sobrevida dos receptores de TR devem ser avaliados tendo em vista a implementação de condutas adequadas no manejo desses pacientes. OBJETIVOS: Analisar a sobrevida de receptores de TR e fatores associados à sua mortalidade. MÉTODOS: Estudo observacional de coorte, retrospectivo, com todos os 215 pacientes submetidos a TR no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão-HUUFMA, entre 18 de março de 2000 e 18 de setembro de 2008, com seguimento mínimo de 12 e máximo de 101 meses. Características demográficas e clínicas dos pacientes foram observadas. Utilizou-se o método Kaplan-Meier para construção das curvas de sobrevida do paciente, sendo as mesmas comparadas pelo teste log-rank. O modelo de riscos proporcionais de Cox identificou fatores associados à mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de óbito no período foi de 10,6%. A sobrevida de 1, 3 e 5 anos com doadores vivos foi de 97,8%, 94,1% e 92,9%, respectivamente, e com doadores falecidos, 95,6% e 95,6% para 1 e 3 anos, respectivamente. Foram fatores associados à menor sobrevida do paciente: idade > 40 anos (RR = 6,19; p = 0,001; IC 95% = 2,01-18,99 e intercorrência cirúrgica (RR = 4,98; p = 0,041; IC 95% = 1,07-23,27. CONCLUSÕES: As taxas de sobrevida do receptor de TR no HUUFMA foram semelhantes àquelas encontradas em outros trabalhos, nacionais e internacionais. Idade do receptor acima de 40 anos e intercorrências cirúrgicas foram significantemente associados à mortalidade do paciente neste estudo.

  1. Dolor neuropático en pacientes renales crónicos: revisión de la literatura

    OpenAIRE

    S. Villate; Ledesma, M J; Martín, J. J.

    2014-01-01

    El dolor es un síntoma frecuente en pacientes con insuficiencia renal crónica (IRC), siendo referido por el 50 % de los mismos en forma habitual; la presentación más prevalente es el dolor osteoarticular, seguido por el neuropático, especialmente asociado a polineuropatía. Su abordaje, como así también sus complicaciones, son motivo de preocupación frecuente en los médicos tratantes. El dolor no es un síntoma aislado en dichos pacientes; habitualmente se encuentran expuestos a estresantes y p...

  2. Dengue in an elderly patient Dengue em paciente idosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milton Luiz Gorzoni

    2010-06-01

    Full Text Available Although elderly populations are more exposed to the risk of getting dengue, the clinical peculiarities of this disease in this age range are not well known. This report is about an 80-year-old woman with dengue complications, self-medicated with salicylate. Literature indicates a more severe clinical condition, high hospitalization rate and significant mortality. This is caused by previous infections by other serotypes of this arbovirus, presence of chronic diseases, immunosenescence and high drug consumption, especially salicylates and the like. Analyses are required in a public health perspective in order to help health professionals that care for patients with dengue in this age range.Embora cada vez mais populações idosas estejam expostas ao risco de contrair dengue, pouco se sabe sobre peculiaridades clínicas desta doença nesta faixa etária, fato este que motivou este relato sobre octogenária com dengue agravada por automedicação de salicilato. A literatura consultada aponta para quadro clínico mais grave, elevado índice de hospitalizações e mortalidade significativa. Deve-se isto a infecções prévias com outros sorotipos desta arbovirose, presença de doenças crônico degenerativas, imunosenescência e alto consumo de medicamentos, particularmente salicilatos e similares. Análises, sob a ótica da saúde pública, são necessárias para auxiliar aos profissionais de saúde que assistem pacientes com dengue nesta faixa etária

  3. Interações Medicamentosas Potenciais em Pacientes de Unidades de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Batista Vieira

    2012-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo é determinar a frequência de interações fármaco-fármaco em prescrições de pacientes internados em unidades de terapia intensiva e analisar os fatores associados relativos à farmacoterapia e ao paciente. O estudo descritivo transversal foi realizado em dois hospitais de ensino da região centro oeste do Brasil. As interações medicamentosas potenciais foram identificadas nas prescrições do primeiro dia (24 horas e do quinto dia (120 horas de internação empregando o software Drug Reax. Dos 117 pacientes do estudo, 63,2% apresentaram interações medicamentosas potenciais nas primeiras 24 horas de internação e 68,4% pacientes em 120 horas. Houve associação estatisticamente significativa entre o número de medicamentos prescritos e a ocorrência de interações medicamentosas nos dois momentos de internação. O estudo demonstrou que a prevalência de interações fármaco-fármaco foi elevada nos hospitais investigados e que a chance de interação aumentou com o número de medicamentos prescritos, número de diagnósticos e idade maior que 60 anos. O conhecimento do mecanismo farmacológico e dos fatores de risco para interações medicamentosas potenciais contribuem para aumentar a segurança e efetividade do tratamento. Para ampliar a segurança da farmacoterapia, é essencial implementar estratégias que auxiliem a equipe de saúde a identificar as interações e implementar medidas de prevenção e monitorização de pacientes em riscos de desenvolver interações medicamentosas. A atuação do farmacêutico clínico na unidade de terapia intensiva é uma ferramenta importante para a prevenção, identificação e monitorização das interações medicamentosas.

  4. Dermatoses em pacientes com diabetes mellitus Skin lesions in diabetic patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N T Foss

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Ainda é desconhecida a relação do diabetes com fatores determinantes ou precipitantes de lesões dermatológicas em pacientes diabéticos. Assim, o objetivo do estudo foi investigar a presença de lesões cutâneas, não referidas pelo paciente diabético e sua relação com o controle metabólico da doença. MÉTODOS: Foram examinados 403 pacientes, dos quais 31% eram diabéticos do tipo 1 e 69% do tipo 2. Em ambulatório de um hospital universitário, os pacientes foram atendidos por endocrinologista para a avaliação endócrino-metabólica e por dermatologista para a avaliação dermatológica. O grau de controle metabólico foi documentado em 136 pacientes por meio da dosagem de hemoglobina glicada. RESULTADOS: Houve predomínio de dermatofitoses (82,6%, seguido de grupo de dermatoses como acne e degeneração actínica (66,7%, piodermites (5%, tumores cutâneos (3% e necrobiose lipoídica (1%. Entre as dermatoses mais comuns em diabéticos, foram confirmados com exame histológico: dois diagnósticos de necrobiose (0,4%, cinco de dermopatia diabética (1,2% e três casos de mal perfurante plantar (0,7%. Os valores da hemoglobina glicada foram: 7,2% em pacientes com controle metabólico adequado nos dois tipos de diabetes e de 11,9% e 12,7% nos tipos 1 e 2, respectivamente, com controle inadequado. Nos pacientes com controle metabólico inadequado foi observada freqüência maior de dermatofitoses, em ambos os tipos de diabetes. CONCLUSÕES: Os dados revelaram freqüência elevada de lesão dermatológica nos pacientes diabéticos, especialmente dermatofitoses. Dessa forma, o descontrole metabólico do diabético propicia maior suscetibilidade a infecções cutâneas.OBJECTIVE: It is yet unknown the relationship between diabetes and determinants or triggering factors of skin lesions in diabetic patients. The purpose of the present study was to investigate the presence of unreported skin lesions in diabetic patients and their

  5. Estudo da Fase Intra-hospitalar da Revascularizacao Cirurgica do Miocardio em Pacientes Dialiticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Miranda

    2014-03-01

    Full Text Available Fundamentos: Atualmente, a revascularização cirúrgica do miocárdio é o melhor tratamento para o paciente dialítico com lesão coronariana multiarterial, contudo a mortalidade e a morbidade hospitalar do procedimento ainda permanecem altas. Objetivos: Avaliar os resultados e a evolução intra-hospitalar da revascularização cirúrgica do miocárdio isolada em pacientes dialíticos. Métodos: Estudo retrospectivo unicêntrico de 50 pacientes dialíticos consecutivos e não selecionados, submetidos à revascularização cirúrgica do miocárdio em um hospital terciário universitário no período de 2007 a 2012. Resultados: A casuística apresentou alta prevalência de fatores de risco cardiovasculares (100% hipertensos, 68% diabéticos e 40% dislipidêmicos. Não houve óbito intraoperatório, e 60% dos procedimentos foram feitos sem circulação extracorpórea. Houve sete (14% óbitos intra-hospitalares. Infecção pós-operatória, insuficiência cardíaca prévia, uso de circulação extracorpórea, função ventricular anormal e reexploração cirúrgica foram os fatores associados a maior mortalidade. Conclusão: A revascularização cirúrgica do miocárdio é um procedimento factível para essa classe de pacientes, contudo com alta morbidade e mortalidade intra-hospitalar. É necessário melhor entendimento das particularidades metabólicas desses pacientes para o planejamento adequado das condutas.

  6. Histerossonossalpingografia e histerossalpingografia no diagnóstico de permeabilidade tubária em pacientes inférteis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almeida I. de

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Comparar a histerossonossalpingografia (HSS em relação à histerossalpingografia (HSG na avaliação de fator tubário em pacientes inférteis. MATERIAL E MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal com 30 pacientes em investigação de infertilidade, com idade inferior a 38 anos. As pacientes foram submetidas à HSS, HSG e videolaparoscopia (LPC na primeira fase do ciclo menstrual. Foi comparada a avaliação de permeabilidade tubária da HSS e da HSG, utilizando-se a LPC como padrão-ouro. Foi calculado o valor preditivo negativo (VP- dos exames. A HSS utilizou como meio de contraste o Ecovist®, a HSG utilizou contraste iodado hidrossolúvel e a LPC utilizou a cromotubagem com azul de metileno. Foi considerada como diferença estatisticamente significativa um p<0,05. RESULTADOS: A amostra final de estudo foi de 26 pacientes (quatro abandonaram a investigação. A idade média da amostra foi de 30,6 anos. A HSS demonstrou permeabilidade tubária em pelo menos uma das tubas em 24 pacientes (92,3%. A HSG demonstrou permeabilidade em uma das tubas em 25 (96,2%, e a LPC em 25 pacientes (96,2%. O VP- da HSS foi de 92% e o VP- da HSG foi de 100%. Não houve diferença estatística significante entre a HSS e a HSG (p=0,996, teste de Yates. CONCLUSÕES: A HSS é um método alternativo à HSG na avaliação de permeabilidade tubária de pacientes inférteis.

  7. Líquido cefalorraqueano em 50 pacientes com AIDS Cerebrospinal fluid in 50 AIDS patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. L. Hinrichsen

    1996-06-01

    Full Text Available Foram estudados 50 pacientes com AIDS. Todos estes pacientes apresentavam anticorpos anti-HIV1 (ELISA e preenchiam os critérios de pontuação OPAS/Caracas de definição de casos de AIDS em adultos. A análise do liquido cefalorraqueano (LCR incluiu: pressão; citologia (número de células e aspectos citomorfológicos; proteína total e eletroforese; concentrações de glicose, cloretos e testes imunológicos para sífilis, toxoplasmose e infecções virais (citomegalovírus, varicela-zoster, Herpes simplex, e HI VI. Investigações bacteriológicas e micológicas (pesquisa direta e cultura, além de teste de aglutinação (látex para Cryptococcus foram também realizados. Os testes imunológicos usados foram fixação do complemento, imunofluorescência indireta, hemaglutinação passiva e/ou ELISA. Todos os LCR foram analisados no mesmo laboratório seguindo sempre a mesma metodologia. O LCR esteve alterado em 45 pacientes (90,0% dos 50 pacientes estudados. As principais alterações encontradas no LCR foram: aumento de gamaglobulina em 25 casos (55,5%; aumento da proteína total em 23 (51,1%; hipercitose em 22 (48,9% e diminuição dos cloretos em 18(40,0%. A detecção de anticorpos anti- HIV1 estiveram presentes em 42 pacientes (93,3%. Toxoplasmose isolada ou associada a outros agentes foi a infecção oportunista mais freqüente, detectada em 26 casos (57,7%. O LCR deverá ser sempre analisado em todos os pacientes com AIDS, com ou sem sintomas neurológicos.Fifty AIDS patients were studied. AH patients had anti-HIV antibodies (ELISA present and met OPAS/ Caracas punctuation criteria for AIDS cases in adults. Cerebrospinal fluid (CSF analysis included pressure, cytology (number and cytomorphological aspects, total protein and electrophoresis, glucose and chloride concentration. Bacteriological and mycological investigations were performed as well as agglutination tests for Cryptococcus. Complement fixation, indirect immunoflorescence

  8. Avaliação eletrofisiológica cardíaca em pacientes com sarcoidose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jefferson Curimbaba

    2011-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Sarcoidose é uma doença granulomatosa multissistêmica de origem desconhecida que pode causar morte súbita. OBJETIVO: Avaliação eletrofisiológica de pacientes com sarcoidose com suspeita de comprometimento cardíaco. MÉTODOS: Foram estudados 22 pacientes com média de idade de 55,32 ±13,13 anos, com diagnóstico de sarcoidose e suspeita de comprometimento cardíaco. Foram submetidos à avaliação clínica, exames laboratoriais, eletrocardiograma, ecocardiograma, Holter de 24h, cintilografia com gálio ou tecnécio e estudo eletrofisiológico. Em casos selecionados foi realizada tomografia por emissão de pósitrons ou ressonância magnética. Os pacientes foram seguidos ambulatoriamente com consultas trimestrais. RESULTADOS: Comprometimento cardíaco foi comprovado em quatro (18,2% pacientes. Extrassístoles ventriculares com densidade > 100/24h foram documentadas no Holter de 24h em 12 (54,5 % pacientes. O estudo eletrofisiológico revelou aumento do intervalo HV em sete (31,8% e ponto de Wenckebach aumentado em quatro (18,2% pacientes. Houve indução de fibrilação atrial em sete (31,8% e de taquicardia ventricular sustentada em um (4,5%. Nos quatro pacientes com sarcoidose cardíaca confirmada, extrassístoles ventriculares, com densidade > 100/24h foram documentadas em todos, dois apresentavam intervalo HV prolongado e fibrilação atrial foi induzida em dois. Taquicardia ventricular sustentada não foi induzida em nenhum desses pacientes. Após período médio de acompanhamento de 20,9 ± 15,7 meses, um paciente com sarcoidose cardíaca apresentou morte súbita. CONCLUSÃO: Pacientes com sarcoidose e suspeita de envolvimento cardíaco apresentam alta prevalência de EVs e distúrbios do sistema de condução.

  9. CALIDAD DE VIDA Y ESTRATEGIAS DE AFRONTAMIENTO EN PACIENTES CON INSUFICIENCIA RENAL CRÓNICA SOMETIDOS A HEMODIÁLISIS, DIÁLISIS PERITONEAL Y TRASPLANTE RENAL

    OpenAIRE

    Paola Andrea Acosta Hernández; Leidy Carolina Chaparro López; César Armando Rey Anacona

    2008-01-01

    Se comparó la calidad de vida y las estrategias de afrontamiento en 120 pacientes con Insuficiencia Renal Crónica sometidos a hemodiálisis, diálisis peritoneal o trasplante renal, teniendo en cuenta la edad, sexo, escolaridad, estado civil y ocupación. Los instrumentos utilizados fueron una ficha sociodemográfica, la prueba de calidad de vida WHOQOL-100 (Organización Mundial de la Salud, 1998) y el Cuestionario de Estrategias de Afrontamiento (Lazarus & Folkman, 1985). Se encontró que los...

  10. CALIDAD DE VIDA Y ESTRATEGIAS DE AFRONTAMIENTO EN PACIENTES CON INSUFICIENCIA RENAL CRÓNICA SOMETIDOS A HEMODIÁLISIS, DIÁLISIS PERITONEAL Y TRASPLANTE RENAL

    OpenAIRE

    Paola Andrea Acosta Hernández; Leidy Carolina Chaparro López; César Armando Rey Anacona

    2008-01-01

    Se comparó la calidad de vida y las estrategias de afrontamiento en 120 pacientes con Insuficiencia Renal Crónica sometidos a hemodiálisis, diálisis peritoneal o trasplante renal, teniendo en cuenta la edad, sexo, escolaridad, estado civil y ocupación. Los instrumentos utilizados fueron una ficha sociodemográfica, la prueba de calidad de vida WHOQOL-100 (Organización Mundial de la Salud, 1998) y el Cuestionario de Estrategias de Afrontamiento (Lazarus & Folkman, 1985). Se encontró que los...

  11. Evaluación de la calidad de vida de pacientes de insuficiencia renal crónica en diálisis renal

    OpenAIRE

    Cunha Franco, L.; Teles Zatta, L.; Vasconcelos, P.; Alves Barbosa, M.; De Oliveira Rosa, LF.

    2011-01-01

    Objetivo: Evaluar la calidad de vida de las personas con Insuficiencia Renal Crónica (IRC) en hemodiálisis, a través de KDQOL TM-SF. Métodos: Estudio descriptivo, analítico y cuantitativo, utilizando como instrumento para recolectar datos el KDQOL- SF TM, en una muestra de 32 pacientes con insuficiencia renal crónica. Las respuestas a las preguntas del cuestionario se distribuyeron en una escala dicotómica y en escalas tipo Likert, con puntuación que va desde diez hasta tres. Resultad...

  12. CALIDAD DE VIDA Y ESTRATEGIAS DE AFRONTAMIENTO EN PACIENTES CON INSUFICIENCIA RENAL CRÓNICA SOMETIDOS A HEMODIÁLISIS, DIÁLISIS PERITONEAL Y TRASPLANTE RENAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cesar Armando Rey Anacona

    2008-07-01

    Full Text Available Se comparó la calidad de vida y las estrategias de afrontamiento en 120 pacientes con Insuficiencia Renal Crónica sometidos a hemodiálisis, diálisis peritoneal o trasplante renal, teniendo en cuenta la edad, sexo, escolaridad, estado civil y ocupación. Los instrumentos utilizados fueron una ficha sociodemográfica, la prueba de calidad de vida WHOQOL-100 (Organización Mundial de la Salud, 1998 y el Cuestionario de Estrategias de Afrontamiento (Lazarus & Folkman, 1985. Se encontró que los pacientes en tratamiento de trasplante reportaban mayor calidad de vida y mejores estrategias de afrontamiento en comparación con los otros tratamientos, siendo mayores las puntuaciones en personas con edad de transición entre adultez media y tardía, mujeres, con estudios universitarios, casados y empleados. Se discuten las implicaciones de estos hallazgos.

  13. Avaliação hemodinâmica em paciente criticamente enfermo Hemodynamic assessment in the critically ill patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Novis Rocha

    2010-06-01

    Full Text Available Uma fração crescente das atividades clínicas dos nefrologistas é exercida nas unidades de terapia intensiva (UTIs. Ao avaliar pacientes com insuficiência renal aguda no contexto de choque circulatório, que também apresentam anasarca e/ou trocas gasosas ruins, o nefrologista precisa decidir entre duas condutas antagônicas: 1 remover volume através de diálise ou diureticoterapia para melhorar o quadro edematoso; 2 administrar volume para melhorar a hemodinâmica. Para minimizar a chance de decisões incorretas, é imperativo que o nefrologista conheça as ferramentas disponíveis para avaliação hemodinâmica invasiva e de estimativa de adequação da volemia no paciente com doença crítica. Neste artigo, fazemos uma breve revisão da fisiologia da regulação do volume do líquido extracelular e, em seguida, abordamos o diagnóstico de volemia, com base em critérios clínicos e hemodinâmicos.A growing fraction of the clinical duties of Nephrologists is undertaken inside intensive care units. While assessing patients with acute renal failure in the context of circulatory collapse, which are also edematous and/or with impaired gas exchanges, the Nephrologist must decide between two opposing therapies: 1 remove volume with the aid of dialysis or diuretics to improve the edematous state; 2 volume expand to improve hemodynamics. To minimize the odds of making incorrect choices, the Nephrologist must be familiar with the tools available for determining the adequacy of volume status and for invasive hemodynamic monitoring in the critically ill patient. In this manuscript, we will briefly review the physiology of extra cellular fluid volume regulation and then tackle the issue of volume status assessment, based on clinical and hemodynamic criteria.

  14. Anestesia venosa total para timectomia em paciente com Miastenia Gravis: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rezer Gabrielle

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Pacientes com doenças neuromusculares, como Miastenia Gravis, respondem de maneira anormal aos anestésicos, conforme a técnica e as drogas administradas. O objetivo deste relato é mostrar um caso de paciente portadora de Miastenia Gravis, submetida a timectomia sob anestesia venosa total com propofol e remifentanil. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 52 anos, 72 kg, com história de Miastenia Gravis submetida a timectomia transesternal, sob anestesia venosa total, com o uso de propofol em infusão alvo controlada (3 g.ml-1 e remifentanil contínuo (0,3 µg.kg-1.min-1. Para a intubação traqueal foi utilizada succinilcolina (50 mg, sendo realizada sem dificuldade. Com a finalidade de realizar a analgesia pós-operatória, foram utilizados tramadol (50 mg, cetoprofeno (100 mg e dipirona (1 g, no per-operatório. Após a cirurgia, a infusão de propofol e remifentanil foi encerrada e, 15 minutos depois, a paciente foi extubada. A paciente apresentava-se eupnéica, acordada, sem dor, movimentando membros, com freqüência respiratória de 14 mpm e mantendo saturação de oxigênio de 97%. Permaneceu com cateter nasal de O2 a 2 L.min-1 na UTI intermediária, durante 36 horas, e recebeu alta hospitalar no 4º dia do pós-operatório. CONCLUSÕES: A anestesia venosa total, com agentes anestésicos de curta duração e sem metabólitos ativos, favoreceu a recuperação e a extubação precoce da paciente

  15. Estratégias de prevenção da lesão renal aguda em cirurgia cardíaca: revisão integrativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduesley Santana-Santos

    2014-04-01

    Full Text Available A lesão renal aguda é uma complicação frequente após cirurgia cardíaca, estando associada ao aumento de morbidade e mortalidade, e ao maior tempo de permanência em unidade de terapia intensiva. Considerando a alta prevalência e a associação da lesão renal aguda com o pior prognóstico, o desenvolvimento de estratégias de proteção renal torna-se indispensável, especialmente em pacientes com alto risco para o desenvolvimento de lesão renal aguda, como aqueles submetidos à cirurgia cardíaca, com o intuito de minimizar a incidência da lesão renal aguda no âmbito hospitalar, reduzindo, dessa forma, a alta morbimortalidade. A presente revisão integrativa teve por objetivo avaliar as evidências disponíveis na literatura sobre as intervenções mais eficazes na prevenção da lesão renal aguda em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca. Para seleção dos artigos, utilizaram-se as bases de dados CINAHL e MedLine. A amostra desta revisão constituiu-se de 16 artigos. Após a análise dos artigos incluídos na revisão, os resultados dos estudos apontaram que apenas a hidratação com solução salina apresenta resultados consideráveis na prevenção de lesão renal aguda. As demais estratégias são controversas e necessitam de mais pesquisas para comprovar eficácia.

  16. Renal dysplasia in a Limousin calf Displasia renal em um bezerro Limousin

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.B. Castro

    2007-04-01

    Full Text Available Descreve-se um caso de displasia renal em um bezerro Limousin, macho, de quatro meses. O animal apresentava perda de peso, baixa taxa de crescimento, anorexia, apatia, diarréia escura fétida e uremia, sem melhora apesar de tratamento. O bezerro foi sacrificado para interromper o sofrimento adicional e submetido à necropsia. Ao exame foi observado que os rins estavam pequenos, firmes, pálidos e com superfície rugosa. A cápsula estava aderida à uma superfície subcapsular irregular. O córtex tinha aparência difusamente pálida e fibrosa e apresentava múltiplos focos brancos de fibrose. A junção córtico-medular estava indistinta. O exame histologico dos rins revelou múltiplos glomérulos imaturos com núcleo periférico, capilares inaparentes e padrão arbóreo. O córtex renal apresentou túbulos primitivos com epitélio cubóide ou cilíndrico envolvido por mesênquima corado somente pelo alcian blue e não pelo tricrômico de Masson. Foi também observada leve fibrose intersticial na medula renal. Os rins mostravam estruturas em estágio inapropriado de desenvolvimento ou anômalas.

  17. Sangrado de angiomiolipoma renal en paciente con síndrome de genes contiguos (TSC2/PKD1 tras 17 años de tratamiento renal sustitutivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mónica Furlano

    2017-01-01

    Full Text Available Presentamos el caso de un varón de 32 años, con síndrome de genes contiguos TSC2/PKD1, que le ocasiona esclerosis tuberosa (ET y poliquistosis renal autosómica dominante simultáneamente. Evolucionó a enfermedad renal terminal y se realizó trasplante renal a los 12 años. Los riñones presentaban angiomiolipomas (AML, que son tumores benignos frecuentes en pacientes con ET. A los 17 años postrasplante, presentó un cuadro de dolor abdominal, anemización y hematoma retroperitoneal. Dicho hematoma se produjo por el sangrado de los AML. Como tratamiento se realizó embolización selectiva. Nuestro paciente podría haberse beneficiado en el momento del trasplante renal del tratamiento con inhibidores de mTOR. Este fármaco actúa como inmunosupresor y reductor tumoral en la ET, al disminuir el riesgo de rotura y hemorragia. En este paciente no se administró porque cuando se trasplantó no se conocía la relación de los inhibidores de mTOR con la ET. Este caso confirma que, a pesar de tratarse de pacientes trasplantados o en diálisis, el riesgo de sangrado por los AML persiste, por lo cual se propone realizar controles periódicos de los riñones propios y valorar la nefrectomía.

  18. Manifestações musculoesqueléticas em pacientes submetidos à hemodiálise Musculoskeletal manifestations in patients under hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walber Pinto Vieira

    2005-12-01

    Full Text Available As anormalidades musculoesqueléticas em pacientes submetidos à hemodiálise são numerosas e freqüentes, sendo mais prevalentes naqueles em tratamento dialítico de longa duração. A artralgia é o sintoma mais comum, ocorrendo em mais de 70% dos pacientes. O hiperparatireoidismo secundário é a principal causa da doença renal óssea, e as manifestações clínicas são: dor óssea, artralgia e prurido. A amiloidose, decorrente da deposição de proteína beta2-microglobulina nos tecidos, manifesta-se pela presença de ombro doloroso, síndrome do túnel do carpo, dedo em gatilho, ruptura espontânea de tendão e fratura patológica. Outras manifestações musculoesqueléticas observadas são a artrite induzida por cristais, necrose avascular, artrite séptica, fraqueza muscular e cãibras musculares.Musculoskeletal manifestations in hemodialysis patients are numerous and frequent, being more prevalent in those undergoing long duration dialytic treatment. Arthralgia is the most commom symptom, occurring in more than 70% of patients. Secondary hyperparathyroidism is the main cause of bone renal disease, and clinical manifestations are bone pain, arthralgia and pruritus. Amyloidosis, due to beta2-microglobulin deposition in tissues, manifests as shoulder pain, carpal tunnel syndrome, trigger finger, spontaneous tendon rupture and pathological fractures. Other musculoskeletal manifestations observed are crystal-induced arthritis, avascular necrosis, septic arthritis, muscle weakness and muscle cramps.

  19. Avaliação hemodinâmica em paciente criticamente enfermo

    OpenAIRE

    Rocha, Paulo Novis; Menezes, Jorge Arnaldo Valente de; Suassuna,José Hermógenes Rocco

    2010-01-01

    Uma fração crescente das atividades clínicas dos nefrologistas é exercida nas unidades de terapia intensiva (UTIs). Ao avaliar pacientes com insuficiência renal aguda no contexto de choque circulatório, que também apresentam anasarca e/ou trocas gasosas ruins, o nefrologista precisa decidir entre duas condutas antagônicas: 1) remover volume através de diálise ou diureticoterapia para melhorar o quadro edematoso; 2) administrar volume para melhorar a hemodinâmica. Para minimizar a chance de de...

  20. Avaliação hemodinâmica em paciente criticamente enfermo

    OpenAIRE

    Rocha, Paulo Novis; Menezes, Jorge Arnaldo Valente de; Suassuna,José Hermógenes Rocco

    2010-01-01

    p. 201-212 Uma fração crescente das atividades clínicas dos nefrologistas é exercida nas unidades de terapia intensiva (UTIs). Ao avaliar pacientes com insuficiência renal aguda no contexto de choque circulatório, que também apresentam anasarca e/ou trocas gasosas ruins, o nefrologista precisa decidir entre duas condutas antagônicas: 1) remover volume através de diálise ou diureticoterapia para melhorar o quadro edematoso; 2) administrar volume para melhorar a hemodinâ...

  1. Endarterectomia de carótida em paciente acordado Carotid endarterectomy in conscious patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo César Santos

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a morbidade e mortalidade da endarterectomia de carótida realizada sob bloqueio cervical regional, tendo como variáveis o tempo cirúrgico, uso de shunt, conversão para anestesia geral, complicações cirúrgicas, tempo de permanência dos pacientes na unidade de tratamento intensivo (UTI e no hospital, e evolução dos pacientes durante um ano. MÉTODO: Durante o período de junho de 1998 a janeiro de 2004, foram realizadas 67 operações em 61 pacientes, com 70% ou mais de estenose de carótida interna, diagnosticada por Doppler e confirmada por angiografia carotídea. A monitorização cerebral intra-operatória consistiu na análise do nível de consciência e da atividade motora dos pacientes. A média de idade dos pacientes foi 69,7 anos. Quanto às doenças concomitantes, 45 (47% eram hipertensos; 21 (22%, coronariopatas; 17 (18%, diabéticos; 12 (13%, pneumopatas. RESULTADOS: Houve três (4,48% casos de doença carotídea bilateral, sendo a operação realizada em dois tempos. O tempo médio de operação foi de 120 minutos. Foi necessário uso de shunt em seis (8,95% casos e conversão para anestesia geral em dois (2,98%. Dois (2,98% pacientes apresentaram confusão mental no pós-operatório e um (1,49% apresentou infecção da ferida operatória. Ocorreu reestenose de carótida em três (4,48% casos. Os tempos médios de permanência na UTI e no hospital foram, respectivamente, 1,34 e 4,20 dias. Não houve morte, acidente vascular cerebral ou infarto agudo do miocárdio. CONCLUSÃO: A endarterectomia de carótida com o paciente acordado é uma boa alternativa para pacientes selecionados de alto risco cirúrgico para anestesia geral.OBJECTIVE: To evaluate morbidity and mortality of carotid endarterectomy performed under regional cervical block, taking into account duration of surgery, use of shunt, conversion to general anesthesia, surgical complications, stay of patients inthe intensive care unit (ICU and in the

  2. Indicadores de estresse e sobrecarga em cuidadores formais e informais de pacientes oncológicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Carrillo Maronesi

    2014-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo identificar a presença de indicadores de estresse, os níveis de estresse e sobrecarga junto a cuidadores formais e informais de pacientes oncológicos. Participaram da pesquisa 33 cuidadores de pacientes com câncer no total, sendo 17 informais e 16 formais. Para a coleta de dados utilizou-se: 1 Roteiro para caracterização dos participantes; 2 O Inventário de Sintomas de Estresse de Lipp - ISSL e 3 Protocolo Zarit Burden Interview – ZBT. Os resultados revelaram que 43% dos cuidadores informais encontravam-se na fase de resistência, 29% na fase de exaustão, 14% na fase de quase exaustão e 14% na fase de alerta. Os cuidadores formais 25% encontram-se na fase de exaustão e 75% na fase de resistência.  A sobrecarga também apresentou-se em maior escala em cuidadores informais do que formais, sendo 47% para 18,7% repectivamente. Contudo, os resultados não revelaram diferença estatística significativa entre os grupos para incidência de estresse, mas indicou diferença em relação à sobrecarga apontando que em cuidadores profissionais a incidência é menor. Os resultados sugerem a necessidade de implantar programas de suporte para cuidadores informais e formais, desenvolver estratégias de enfrentamento, manejo com as situações de sobrecarga e estresse, objetivando melhor qualidade de vida para o cuidador e, consequentemente, para o paciente que está recebendo os cuidados.

  3. Felipressina aumenta pressão arterial durante procedimento odontológico em pacientes hipertensos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Aparecida Bronzo

    2012-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A felipressina foi adicionada ao anestésico local para aumentar a duração do efeito anestésico e reduzir a toxicidade nos procedimentos dentários. No entanto, o efeito sobre a pressão arterial é incerta, e isso pode ser altamente relevante no tratamento dentário de pacientes hipertensos. OBJETIVO: Investigar o efeito da felipressina sobre a pressão arterial em pacientes hipertensos com pressão arterial controlada. MÉTODOS: Foram estudados 71 indivíduos com essas características e com necessidade de tratamento periodontal. Após 10 minutos de repouso, a anestesia local (prilocaína foi infiltrada com e sem adição de felipressina. Em seguida, uma raspagem subgengival profunda foi realizada. A pressão arterial foi medida por um equipamento oscilométrico automático (DIXTAL DX2010. Dez minutos após a administração do anestésico, o pico de ação anestésica foi gravado. O Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE foi utilizado para avaliar o traço de ansiedade nos pacientes. RESULTADOS: A pressão arterial sistólica aumentou após a anestesia, independentemente da associação com felipressina, durante todo o procedimento dentário (p < 0,05, e essa resposta pode ser explicada, pelo menos em parte, pelos níveis de traço de ansiedade dos indivíduos. No entanto, um aumento adicional na pressão arterial diastólica foi observado quando a prilocaína foi associada a felipressina (p < 0,05, mas essa resposta não se alterou com os níveis de traço de ansiedade. CONCLUSÃO: A felipressina aumentou a pressão arterial diastólica de pacientes hipertensos com pressão arterial controlada. Pacientes com traço de ansiedade elevado apresentaram aumento na pressão arterial sistólica em alguns procedimentos, sugerindo que um aumento da pressão arterial também pode estar relacionado ao medo ou à ansiedade.

  4. Estudo sobre as intervenções de enfermagem frente ao paciente em morte iminente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Fátima Prado Fernandes

    1984-06-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo onde se procurou identificar as intervenções de enfermagem frente ao paciente em morte iminente e verificar se elas guardam relação com os valores pessoais e profissionais do enfermeiro, no que se refere à morte. As formas de intervenção de enfermagem mais freqüentemente mencionadas foram: esclarecer sobre a doença e a morte como sua conseqüência (43,8% para os pacientes que desejam saber porque estão morrendo e, "apoio psicológico" (36,8% para aqueles que recusam a morte. Os resultados obtidos demonstram ainda que, embora o enfermeiro atribua a si próprio a responsabilidade em preparar o paciente psicossócio-espiritualmente para a morte, há evidências de conflitos entre seus valores pessoais e profissionais, no que se refere à morte e, conseqüentemente, nas suas formas de intervenção de enfermagem.

  5. Estresse em pacientes com glaucoma primário de ângulo aberto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maira Santos Marinho Moura

    Full Text Available Glaucoma Primário de Ângulo Aberto (GPAA é uma importante causa de cegueira no mundo. O presente trabalho teve como objetivo investigar: (1 presença e tipo de estresse; (2 relação do número de colírios e estresse; (3 percepção do glaucoma e tratamento. Um estudo transversal e quantitativo foi realizado com 102 pacientes do Ambulatório de Oftalmologia do HC-FMUSP, com roteiro temático e Inventário de Sintomas de Estresse de Lipp. A maioria dos pacientes apresentou estresse (65,7% e não houve correlação entre estresse e número de colírios. "Tempo de tratamento", "dificuldades na vida diária" e "dificuldades em pingar o colírio" foram variáveis independentemente associadas ao estresse. Conclui-se que o estresse pode interferir negativamente no enfrentamento da doença em pacientes com GPAA.

  6. Consumo alimentar e estresse em pacientes com síndrome coronariana aguda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Helena Fadini Reis Brunori

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:Avaliar se o consumo alimentar de pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA segue as recomendações nacionais e internacionais e se existe relação com níveis de estresseMétodo:Estudo transversal com 150 pacientes com SCA que foram entrevistados utilizando-se os Questionários de Frequência Alimentar e Escala de Estresse Percebido-10.Resultados:Consumo diário acima das recomendações: colesterol (92%, fi bras (42,7% e proteínas (68%; consumo abaixo das recomendações: potássio (88% e carboidratos (68,7%; consumo conforme recomendações: sódio (53,3% e lípides (53,3%. A maioria (54% com consumo alimentar inadequado era estressada ou altamente estressada. Houve associação estatisticamente signifi cante entre menor nível de estresse e maior consumo de fibras.Conclusão:Em pacientes com SCA, o consumo alimentar esteve fora do recomendado pelas diretrizes e o menor consumo de fibras ocorre concomitantemente com maior estresse. Esforços educativos podem instrumentalizar os pacientes na adequação do consumo alimentar e no controle do estresse.

  7. Variáveis relacionadas com perda da produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Frauendorf

    2013-06-01

    Full Text Available A perda da produtividade no trabalho, como resultado da espondilite anquilosante, tem se tornado tema de interesse dado o seu impacto socioeconômico. Além das limitações físicas, outras variáveis parecem interferir na produtividade desses pacientes que muitas vezes são aposentados precocemente do mercado de trabalho. Assim, esse manuscrito de revisão buscou identificar artigos publicados na língua inglesa no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2011 que discutissem essas variáveis por meio de estudos realizados com pacientes adultos com diagnóstico de espondilite anquilosante, de ambos os gêneros e que usaram instrumentos padronizados para a avaliação da atividade da doença e da capacidade produtiva no trabalho. Foram identificados 33 artigos atendendo aos critérios de inclusão e observou-se que a perda de produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante é influenciada por variáveis demográficas, emocionais, socioculturais e ocupacionais e hábitos de vida. Compreender esses possíveis fatores de risco pode colaborar para a elaboração de estratégias preventivas para a manutenção de pacientes com espondilite anquilosante no mercado de trabalho.

  8. Eritropoyetina recombinante humana en pacientes con enfermedad renal crónica en etapa de prediálisis

    OpenAIRE

    María del Carmen Popoca Martínez; Iván Henríquez Moreu; Antonio Méndez Durán; Jorge Revilla Beltri; Aarón Molina Pérez

    2008-01-01

    Objetivo: evaluar el efecto de la eritropoyetina recombinante humana en pacientes con anemia y enfermedad renal crónica, en etapa de prediálisis, y su repercusión en la calidad de vida. Material y métodos: se seleccionaron 20 pacientes con enfermedad renal crónica en etapa de prediálisis, a quienes se realizó biometría hemática completa y química sanguínea en cada visita médica; la escala de calidad de vida se aplicó en la visita inicial y final del tratamiento. se administraron 50 Ul/g de er...

  9. Eficacia y seguridad de la atorvastatina en dosis altas en pacientes con enfermedad renal crónica estadio 5 en terapia de diálisis peritoneal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César A. Restrepo

    2014-11-01

    Conclusiones: En pacientes con enfermedad renal crónica estadio 5, mayores de 50 años, en terapia de diálisis peritoneal e hipercolesterolemia, la atorvastatina en dosis altas logra obtener niveles de LDL en metas en el 50% de los pacientes tratados, sin que su administración dé lugar a eventos adversos importantes.

  10. Manifestações retinianas em pacientes portadores de anemia de células falciformes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edmundo Frota de Almeida Sobrinho

    2011-10-01

    Full Text Available A Organização Mundial de Saúde estima que mais de 5% da população mundial seja portadora de algum tipo de hemoglobinopatia. Dentre essas encontramos a anemia de células falciformes, que tem seu principal efeito lesivo sobre a vasculatura periférica. Na retina, as lesões falciformes possuem fisiopatologia e classificação bem definidas. O objetivo é identificar as manifestações retinianas à anemia falciforme em pacientes encaminhados ao Hospital Bettina Ferro de Souza a partir do Hemocentro do Estado do Pará - HEMOPA. MÉTODOS: No Serviço de Oftalmologia do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza realizou-se em cinquenta pacientes portadores de anemia de células falciformes, sendo 37 genótipo SS e 13 genótipo SC, foram acompanhados pelo ambulatório de anemia falciforme do HEMOPA e selecionados aleatoriamente, sendo submetidos à entrevista para registro de sexo; idade; cor; genótipo; alterações oculares; medicamentos utilizados. exame oftalmológico, incluindo angiofluoresceínografia nos casos com alteração retiniana. RESULTADOS: Registro em protocolo de pesquisa e posteriormente submetidos à análise estatística utilizando o teste estatístico Qui-quadrado e p<0,05. Oitenta e oito por cento dos pacientes estudados não possuíam qualquer lesão retiniana falciforme, 3% apresentaram oclusão vascular periférica, em 2% evidenciou-se placa pigmentada, e 7% apresentaram lesões não compatíveis com a doença falciforme; quanto ao sexo houve proporcionalidade de 50% para ambos; faixa etária de maior predominância foi a de 11 e 15 anos com 38%, 74% enquandraram-se no genótipo SS e 26% no SC. Em relação ao uso de medicamentos, notou-se maior prevalência de alterações oculares nos pacientes que faziam uso do ácido fólico isolado com 5%, em contraste com aqueles em uso da associação hidróxiuréia e ácido fólico em que todos (27% possuíam exame fundoscópico normal. Todos os pacientes (29% com

  11. Correção endovascular de aneurisma de aorta abdominal em paciente com rim em ferradura: relato de caso Endovascular repair of an abdominal aortic aneurysm in patient with horseshoe kidney: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Keller Saadi

    2008-09-01

    Full Text Available O rim em ferradura é uma anomalia congênita rara que pode causar várias dificuldades técnicas durante a correção convencional de aneurisma de aorta abdominal. Relatamos o caso de uma paciente de 68 anos com rim em ferradura, aneurisma de aorta abdominal sintomático e disfunção renal leve. A paciente foi submetida a correção endovascular, sendo utilizada uma endoprótese bifurcada. O pós-operatório foi livre de complicações. O diagnóstico e a técnica endovascular são discutidos, assim como a literatura revisada.Horseshoe kidney is a rare congenital anomaly that may cause various technical problems during conventional repairs of abdominal aortic aneurysms. We report the case of a 68-year-old woman with a horseshoe kidney, symptomatic abdominal aortic aneurysm and mild renal failure. The patient underwent endovascular repair using a bifurcated endoprosthesis. The postoperative was uneventful. We describe the diagnosis and the endovascular technique and literature review.

  12. Disfunções orofaciais nos pacientes em tratamento ortodôntico Orofacial dysfunctions in pacient under orthodontic treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Tostes Vieira Maciel

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a necessidade de intervenção fonoaudiológica nos pacientes em tratamento na clínica ortodôntica da Universidade Federal de Juiz de Fora. MÉTODOS: foram feitos exames clínicos, aplicação de questionário e análise de prontuários clínicos de 42 pacientes em tratamento ortodôntico na Universidade Federal de Juiz de Fora. A primeira fase do presente estudo foi composta pela avaliação da posição habitual da língua, função da respiração, deglutição e fala. Em seguida, foram obtidos dados sobre aspectos morfológicos da oclusão dentária e informações sobre a presença de hábitos orais deletérios. RESULTADOS: notou-se que 92% dos examinados apresentavam alterações na mastigação e na deglutição e 52% tinham alguma disfunção na fala. A comparação gráfica das medidas de cada uma das variáveis sugere que há uma tendência maior a ter alteração na mastigação os indivíduos que se encontram em tratamento ordodôntico há um tempo superior ou igual a 19 meses. O mesmo já não é válido para os indivíduos que apresentaram alterações na fala e deglutição. CONCLUSÃO: Observou-se com o presente estudo a importância da intervenção fonoaudiológica, especialmente nas alterações da mastigação, na fase inicial do tratamento odontológico.PURPOSE: to evaluate the need for speech therapy intervention in patients treated in the orthodontic clinic of the Federal University of Juiz de Fora. METHODS: clinical examinations, application of questionnaire and clinical medical register analysis of 42 patients under orthodontic treatment in the Federal University of Juiz de Fora had been carried out. The first phase of this study was made up by the evaluation of the habitual tongue position, breathing function, deglutition and speech. Soon afterwards, data were obtained on morphologic aspects of the dental occlusion and information on the presence of deleterious oral habits. RESULTS: one noticed that

  13. Alterações retinianas apresentadas em pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme atendidos em um Serviço Universitário de Oftalmologia

    OpenAIRE

    Luiz Guilherme Azevedo de Freitas; David Leonardo Cruvinel Isaac; William Thomas Tannure; Elisa Vieira da Silva Lima; Murilo Batista Abud; Renato Sampaio Tavares; Clovis Arcoverde de Freitas; Marcos Pereira de Ávila

    2011-01-01

    OBJETIVOS: Identificar os principais achados fundoscópicos em pacientes portadores de anemia falciforme encaminhados a um Serviço Oftalmológico de Referência em Goiânia (GO). MÉTODOS: Foram realizados exames oftalmológicos em 50 pacientes (100 olhos) portadores de hemoglobinopatia falciforme para observar quais as alterações retinianas mais comuns nesse grupo. RESULTADOS: O tipo de hemoglobinopatia mais encontrado foi o SS, seguido pelas hemoglobinopatias SC, AS e Sthal. Dentro da amostra est...

  14. Escala da dor: implantacao para pacientes em pos-operatorio imediato de cirurgia cardiaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Keller

    2013-06-01

    Full Text Available Estudo de intervenção em serviço desenvolvido em um hospital especializado em cardiologia de Porto Alegre, RS, com o objetivo de avaliar a implementação da escala de dor para pacientes de pós-operatório de cirurgia cardíaca. Foi desenvolvido em quatro etapas: pré-teste sobre dor, treinamento com aula expositiva para a equipe de enfermagem, reaplicação do pré-teste em 30 e 60 dias. O teste continha dez questões com peso um para cada questão. Escores ≥7 foram determinantes para considerar o conhecimento satisfatório para uso da escala de dor. A amostra foi constituída por 57 profissionais de enfermagem. Os escores variaram de 6,12 ± 1,65 no pré-teste para 7,73 ± 1,05 e 8,18 ± 0,99 após 30 e 60 dias, respectivamente (p<0,005. A intensidade da dor foi correlacionada à medicação padronizada pelo protocolo. O conhecimento da equipe melhorou após a capacitação, assim como o tipo de analgesia administrada em relação à intensidade da dor.

  15. Detecção de podocitúria em pacientes com nefrite lúpica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amelia Rodrigues Pereira Sabino

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A podocitúria tem sido detectada em doenças glomerulares, tais como em nefrite lúpica (NL, em que a proteinúria é uma manifestação importante, e sua ocorrência parece limitar-se à fase ativa da doença. OBJETIVO: Avaliar a podocitúria por imunofluorescência em pacientes portadores de NL e verificar possível associação com atividade clínica da doença. MÉTODOS: Foram avaliados 56 pacientes com NL. Os pacientes foram divididos em três grupos de acordo com o grau de atividade clínica: Grupo B, sem atividade (n = 17; Grupo C, com atividade discreta (n = 29 e Grupo D, moderada a grave (n = 10. Como grupo controle, foram incluídos 29 indivíduos saudáveis (Grupo A. A podocitúria foi estudada por meio de imunofluorescência indireta, usando-se anticorpos primários antipodocina, nefrina e sinaptopodina, e anticorpo secundário conjugado à FITC. Também foram avaliados os níveis de creatinina sérica e da relação proteína/creatinina (P/C urinária, assim como a presença de hematúria e leucocitúria. RESULTADOS: A podocitúria com antipodocina e com antissinaptopodina correlacionou-se estatisticamente com a relação P/C (p = 0,001 e p = 0,013, respectivamente. Tanto a podocitúria com antipodocina, quanto a relação P/C, apresentaram correlação significante (p < 0,001 com a graduação de atividade da doença na NL, diferentemente do que se observou com os outros dois anticorpos, antinefrina e antissinaptopodina. CONCLUSÃO: Nossos achados sugerem que a pesquisa de podocitúria com anticorpos antipodocina poderia ser útil no acompanhamento de pacientes com NL, fornecendo dados relevantes quanto à atividade da doença.

  16. Incidência de disfunção sexual em pacientes com obesidade e sobrepeso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Benedito Martins e Silva

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência de disfunção sexual em pacientes com obesidade e sobrepeso atendidos no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA - UFAL. MÉTODOS: trata-se de um estudo descritivo transversal. A amostra foi constituída por pacientes do sexo feminino com sobrepeso ou obesidade. Foram coletados os dados antropométricos para avaliação do índice de massa corporal (IMC e da circunferência da cintura (CC. Em todos os indivíduos foi realizada a avaliação dos níveis séricos de glicose, colesterol total e triglicerídeos. Aplicou-se a versão validada em português do Índice de Função Sexual Feminina (IFSF, que analisa a resposta sexual quanto a desejo, excitação, lubrificação vaginal, orgasmo, satisfação sexual e dor. O escore total é a soma dos escores para cada domínio multiplicada pelo fator correspondente e pode variar de '2' a '36', considerando risco para disfunção sexual um escore total menor ou igual a '26'. RESULTADOS: foram avaliadas 23 mulheres com média de idade de 44 anos, onde 73,9% eram obesas e 82,6% apresentaram risco muito aumentado para complicações metabólicas (CC e"88cm. O risco aumentado para disfunção sexual esteve presente em 78,3% das entrevistadas, ocasionando prejuízos biopsicossociais. HAS, DM e dislipidemia estavam presentes em 33,3%, 22,2% e 61,1%, respectivamente, das pacientes sob risco para disfunção sexual. CONCLUSÃO: a análise dos resultados demonstra a necessidade de uma melhor investigação e atenção dos médicos para com pacientes com obesidade ou sobrepeso.

  17. Expressão de interleucina-17A em pacientes com polipose nasossinusal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melissa Ameloti Gomes Avelino

    2013-10-01

    Full Text Available Polipose nasossinusal (PNS é uma afecção inflamatória crônica das cavidades nasais/paranasais que afeta 1%-4% da população. Pólipos parecem ser uma manifestação inflamatória crônica da mucosa do seio nasal/paranasal em indivíduos alérgicos e não alérgicos; porém, a patogênese da PNS permanece desconhecida. A interleucina-17A (IL-17A é uma citocina chave em muitas doenças inflamatórias. Pouca atenção tem sido dada ao papel da IL-17A em distúrbios inflamatórios crônicos. OBJETIVO: Investigar a expressão da IL-17A na PNS e verificar se ela é um marcador de bom ou mau prognóstico. MÉTODO: Estudo prospectivo de 25 pacientes com PNS foram submetidas à técnica de imuno-histoquímica. Após realizarem teste cutâneo, todos os pacientes foram divididos em grupos atópicos e não atópicos e classificados em asmáticos ou não asmáticos. RESULTADOS: A expressão de IL-17A foi observada nos pacientes atópicos e não atópicos; porém, o número de células positivas com IL-17A foi maior nos pólipos nasais de pacientes atópicos que nos não atópicos (p = 0,0128. CONCLUSÃO: Os resultados indicam que a IL-17A pode desempenhar papel importante na patologia da PNS. Considerando as propriedades inflamatórias da IL-17A, este estudo sugere que a IL-17A pode aumentar a susceptibilidade a atopia e asma.

  18. Histoplasmose do sistema nervoso central: estudo do líquido cefalorraqueano em 8 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.A. Livramento

    1993-03-01

    Full Text Available Foram estudadas 113 amostras de LCR de 8 pacientes no período compreendido entre setembro-1980 e agosto-1992. Todos os pacientes apresentavam quadro clínico e do LCR compatível a processo meningoencefalitico de evolução protraída. Nenhum deles apresentava a síndrome de imunodeficiência adquirida. Em todos foi feito o diagnóstico de histoplasmose do SNC; em todos foram detectados anticorpos a Histoplasma capsulatum no LCR; em um foi isolada a levedura por cultura em meio de Sabouraud. As principais características do LCR por ocasião do diagnóstico foram: pleocitose moderada com predomínio de células lin-fomononucleadas porém com presença de neutrófilos e por vezes eosinófilos; hiperproteinor-raquia moderada; hipoglicorraquia; aumento moderado do teor de globulinas gama. Os pacientes foram acompanhados durante períodos que variaram de 7 a 102 meses e submetidos a exames periódicos de LCR, em função da sintomatologia clínica. O número de células do LCR e a concentração de proteínas totais apresentaram evolução caracterizada pela ocorrência de episódios de exacerbação com perfil parcialmente dissociado, favorecendo as proteínas. As concentrações de glicose eram moderadamente baixas sendo os menores valores coincidentes aos períodos de exarcebação do número de células. Os teores de globulinas gama apresentaram também oscilações, porém menos evidentes. Submetidos os pacientes a tratamento eficaz, ocorreu no LCR: rápida diminuição do número de células; aumento da taxa de glicose; lento decréscimo dos aumentos de proteínas e de globulinas gama.

  19. Dolor neuropático en pacientes renales crónicos: revisión de la literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. Villate

    2014-06-01

    Full Text Available El dolor es un síntoma frecuente en pacientes con insuficiencia renal crónica (IRC, siendo referido por el 50 % de los mismos en forma habitual; la presentación más prevalente es el dolor osteoarticular, seguido por el neuropático, especialmente asociado a polineuropatía. Su abordaje, como así también sus complicaciones, son motivo de preocupación frecuente en los médicos tratantes. El dolor no es un síntoma aislado en dichos pacientes; habitualmente se encuentran expuestos a estresantes y presentan alteraciones emocionales como depresión o ansiedad. Actualizaciones recientes definen los síndromes funcionales dolorosos crónicos como aquellos cuadros clínicos caracterizados por dolor cotidiano y disconfort relacionado a diferentes partes del cuerpo; estas son manifestaciones habituales en estos pacientes. La teoría de analgesia multimodal plantea una opción para el manejo del dolor, en donde este es un síntoma dentro de un síndrome aún más complejo. El objetivo del presente trabajo consiste en realizar una revisión acerca de las opciones terapéuticas para tratar el dolor neuropático en pacientes con insuficiencia renal crónica (IRC.

  20. Descalonamento, adequação antimicrobiana e positividade de culturas em pacientes sépticos: estudo observacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Barberena Moraes

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Avaliar a prevalência de descalonamento antibiótico em pacientes com diagnóstico de sepse grave ou choque séptico em hospital acadêmico, público e terciário, além da adequação antibiótica e da positividade de culturas. Métodos: Foram analisadas prevalência de descalonamento, adequação antibiótica e positividade de culturas entre portadores de sepse grave e choque séptico, entre abril e dezembro de 2013, em uma unidade de terapia intensiva de um hospital universitário terciário. Resultados: Entre os 224 pacientes incluídos, o descalonamento era possível em 29,4% dos casos (66 pacientes, mas foi implementado em 19,6% deles (44 pacientes. Entre os pacientes que receberam descalonamento, metade foi por estreitamento de espectro antimicrobiano. A mortalidade foi de 56,3%, não havendo diferença entre pacientes com ou sem descalonamento (56,8% versus 56,1%; p = 0,999, assim como no tempo de internação. Terapia antimicrobiana empírica foi adequada em 89% dos casos. Houve isolamento de germe em 30% de todas as culturas e em 26,3% das hemoculturas. Conclusão: A taxa de adequação antibiótica empírica foi alta, refletindo ativa política institucional de monitorização do perfil epidemiológico e protocolos institucionais de uso de antimicrobianos. No entanto, o descalonamento antimicrobiano poderia ter sido maior do que o registrado. O descalonamento não impactou mortalidade.

  1. Manobra de recrutamento alveolar e suporte ventilatorio perioperatorio em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alberto Forgiarini Junior

    2013-12-01

    Full Text Available O desenvolvimento da cirurgia abdominal proporcionou uma alternativa terapêutica para obesos mórbidos; entretanto, os pacientes submetidos a esse procedimento frequentemente apresentam complicações pulmonares pós-operatórias. Uma possível alternativa para a redução dessas complicações é a utilização da manobra de recrutamento alveolar e/ou estratégias ventilatórias perioperatórias, com foco na redução das complicações pulmonares pós-operatórias. Nesta revisão, são descritos os benefícios de estratégias ventilatórias perioperatórias, assim como a realização de manobra de recrutamento alveolar em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal.

  2. Abscesso cerebral por Nocardia sp em paciente imunossuprimido Brain abscess by Nocardia sp in immunocompromised patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Hueb Barata

    2000-12-01

    Full Text Available Paciente portadora de anemia hemolítica autoimune e púrpura trombocitopênica idiopática (Síndrome de Evans em uso de terapia imunossupressora (predinisona e azatioprina, desenvolveu quadro de abscesso cerebral não responsivo a 23 dias de terapia antimicrobiana. O diagnóstico de nocardiose foi possível após coleta de material de abscesso peribulbar e observação deste material por período superior há uma semana.Pacient with autoimmune haemolytic anaemia and thrombocytopenic purpura (Evans Syndrome, treated with immunosuppressive therapy (prednisone and azathioprine developed brain abscess unresponsive to antimicrobial therapy, in spite of its 23 days duration. Diagnosis could be possible after recover secretion of peribulbar abscess and maintenance of this material over seven days in incubation.

  3. Gliossarcoma de tronco cerebral em paciente pediátrico: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moreira Roger Klein

    2004-01-01

    Full Text Available Os autores relatam o caso de um paciente branco, de quatro anos de idade, com comprometimento neurológico progressivo. Tomografia computadorizada do crânio e ressonância magnética evidenciaram lesão expansiva no tronco cerebral. Subseqüentemente, foi feito diagnóstico histopatológico de gliossarcoma. Trata-se de um tumor raro do sistema nervoso central que, na grande maioria dos casos, acomete pacientes acima dos 40 anos de idade e tem localização supratentorial. Há poucos casos relatados de gliossarcomas em crianças, sobretudo na região infratentorial. Dados epidemiológicos, assim como achados mais freqüentes na tomografia computadorizada e ressonância magnética, são discutidos.

  4. Tratamento cirúrgico para claudicação intermitente em pacientes que não melhoram com o tratamento clínico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wolosker Nelson

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar prospectivamente os resultados obtidos com o tratamento cirúrgico de portadores de claudicação intermitente que não obtiveram melhora clínica com o tratamento conservador, acompanhados, em média, por 6 anos. MÉTODOS: De janeiro/1992 a janeiro/2002 foram acompanhados 26 pacientes tratados cirurgicamente de um grupo de 1380 portadores de claudicação intermitente, admitidos num ambulatório de doença arterial obstrutiva periférica e claudicação intermitente, representando 1,88% do total. RESULTADOS: Não referiam limitação para deambular após a cirurgia 16 pacientes. Experimentaram melhora nove, porém com algum grau de limitação, e dois, pequena melhora na distância máxima de marcha. Não houve mortalidade intra-operatória. Três pacientes apresentaram trombose da artéria tratada 6,48 e 60 meses após o procedimento e passaram a apresentar claudicação intermitente para as distâncias prévias à cirurgia. Durante o seguimento a longo prazo observamos uma mortalidade de 23,0% devido a infarto agudo do miocárdio (4 casos, insuficiência renal (um e acidente vascular cerebral (um. Dois pacientes foram submetidos a revascularização do miocárdio 2 e 4 anos após a reconstrução arterial e um ainda necessitou angioplastia coronariana com 3 anos de seguimento. O tempo de seguimento médio foi de 73 meses. CONCLUSÃO: O tratamento cirúrgico diminuiu sintomas isquêmicos da claudicação intermitente em muitos pacientes, com excelente taxa de patência (88,4% dos enxertos, tornando-se em pacientes que não apresentam melhora com tratamento clínico, boa alternativa com baixas taxas de complicações e bons resultados a longo prazo.

  5. Alteracoes vasculares em rins de doadores falecidos retardam a recuperacao da funcao do enxerto apos o transplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Igor Denizarde Bacelar Marques

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar as características do doador de múltiplos órgãos, incidência e duração da função retardada do enxerto (FRE, e seu impacto na função renal no primeiro ano após o transplante. Métodos: Foi realizado um estudo retrospectivo, unicêntrico, observacional, analisando os transplantes renais com doador falecido realizados em 2010 no nosso serviço. Resultados: A taxa de FRE foi de 68%, com mediana de duração de 12 dias (variação, 1-61 dias. Quarenta e quatro (38% pacientes apresentaram FRE com 12 ou mais dias de duração (FRE prolongada. A idade média dos doadores foi de 43 ± 13 anos e 37% deles eram hipertensos. Em 59% dos doadores, a causa da morte foi acidente cerebrovascular, e o tempo de isquemia fria (TIF médio foi de 23 ± 5 horas. Os receptores tinham idade média de 51 ± 15 anos, tempo em diálise de 43 meses (variação, 1-269 e 25% eram sensibilizados (PRA > 0%. No modelo de regressão logística multivariada, a presença de vasculopatia na biópsia de captação foi o único fator de risco independente para o desenvolvimento de FRE prolongada [OR 3,6 IC 95% (1,2-10,2, p = 0,02]. Os pacientes com FRE prolongada apresentaram pior função renal 1 ano após o transplante em comparação com os pacientes sem FRE (SCr 1,7 vs. 1,3 mg/dL, respectivamente, p = 0,03. Conclusão: A presença de vasculopatia na biópsia de captação foi identificada como fator de risco independente para o desenvolvimento de FRE prolongada. A FRE prolongada foi associada com pior função renal no 1º ano após o transplante.

  6. Relevância de exames de rotina em pacientes de baixo risco submetidos a cirurgias de pequeno e médio porte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle de Sousa Soares

    2013-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A avaliação pré-operatória tem como objetivos diminuir a morbimortalidade do paciente cirúrgico, o custo do atendimento perioperatório e a ansiedade pré-operatória. A partir da avaliação clínica deve-se definir a necessidade de exames complementares e estratégias para reduzir o risco anestésico-cirúrgico. O objetivo deste trabalho foi avaliar o benefício de exames de rotina pré-operatório de pacientes de baixo risco em cirurgias de pequeno e médio porte. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com 800 pacientes atendidos no consultório de avaliação pré-anestésica do Hospital Santo Antonio, Salvador, BA. Foram incluídos pacientes de 1 a 45 anos, estado físico ASA I, que seriam submetidos a cirurgias eletivas de pequeno e médio porte. Avaliaram-se alterações no hemograma, coagulograma, eletrocardiograma, RX de tórax, glicemia, função renal e dosagem de sódio e potássio e as eventuais mudanças de conduta que ocorreram decorrentes dessas alterações. RESULTADOS: Dos 800 pacientes avaliados, 97,5% fizeram hemograma, 89% coagulograma, 74,1% eletrocardiograma, 62% RX de tórax, 68% glicemia de jejum, 55,7% dosagens séricas de ureia e creatinina e 10,1% dosagens de sódio e potássio séricos. Desses 700 pacientes, 68 (9,71% apresentaram alteração nos exames pré-operatórios de rotina e apenas 10 (14,7% dos considerados alterados tiveram conduta pré-operatória modificada, ou seja, solicitação de novos exames, interconsulta ou adiamento do procedimento. Nenhuma das cirurgias foi suspensa. CONCLUSÃO: Observou-se que excessivos exames complementares são solicitados no pré-operatório, mesmo em pacientes jovens, de baixo risco cirúrgico, com pouca ou nenhuma interferência na conduta perioperatória. Exames aboratoriais padronizados não são bons instrumentos de screening de doenças, além de gerar gastos elevados e desnecessários.

  7. Prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Cardoso Pinheiro

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos O presente estudo objetivou avaliar a prevalência de sintomas ansiosos e depressivos e relacioná-los com os diferentes tipos e magnitudes de dor crônica; também objetivou caracterizar a população de casos novos agendados para atendimento no ambulatório de dor crônica, no serviço onde o estudo foi realizado. Métodos Estudo de corte transversal, realizado em um ambulatório docente-assistencial para tratamento de dor crônica, realizado entre maio de 2012 e abril de 2013, com 125 pacientes. Instrumentos utilizados Questionário sociodemográfico, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD e Escala Visual Numérica (EVN para aferir a intensidade de dor. Resultados Dor intensa foi referida por 64% (n = 80 dos pacientes. Ansiedade atingiu 65% (N = 82 dos pacientes e a depressão, 48% (N = 60. Houve correlação significante entre os mais altos escores de ansiedade (p < 0,001 e depressão (p < 0,001 com a intensidade de dor. A correlação entre intensidade de dor e sintomas ansiosos e depressivos foi positiva para dor crônica neuropática e mista. Os fatores sociodemográficos associados à intensidade de dor crônica foram: renda e religião para depressão, e tempo de dor para ansiedade. Conclusão O estudo mostrou elevada prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica, assim como relação significante desses sintomas psiquiátricos com alguns tipos e intensidade de dor.

  8. Uso de everolimo de novo em receptores de transplante renal com doador vivo HLA idêntico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Pontello Cristelli

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo Introdução: Receptores de rim de doadores vivos HLA-idêntico apresentam menor risco para rejeição aguda e maior sobrevida do enxerto, quando comparado a outros tipos de transplante. Um regime imunossupressor sem inibidor de calcineurina (ICN pode melhorar ainda mais esses resultados, através da redução de eventos cardiovasculares, metabólicos e tóxicos secundários a esse fármaco. Objetivo: Avaliar eficácia e segurança do novo tratamento imunossupressor com suspensão planejada do ICN. Métodos: Estudo prospectivo, aberto, braço único de tratamento em único centro para avaliar resultados do transplante renal HLA-idêntico em pacientes que recebem everolimo (EVR, tacrolimo (TAC e corticoide, seguido da descontinuação do TAC 30 dias pós-transplante. Após análise interina de eficácia, a descontinuação do TAC foi postergada para o terceiro mês pós-transplante, através de emenda ao protocolo. Resultados: Trinta e nove pacientes foram incluídos. Apesar de as médias das concentrações de TAC e EVR terem respeitado os intervalos propostos, cinco pacientes tiveram rejeição aguda comprovada por biópsia e um paciente apresentou um episódio de glomerulite com depósitos de C4D. Esse resultado demandou o fim das inclusões. A proporção de pacientes com proteinúria > 0.5g/L não atingiu mais que 22% dos pacientes em nenhuma visita. Os eventos adversos mais frequentes foram relacionados ao uso de EVR: úlceras orais, dislipidemia e edema periférico. Conclusão: O regime proposto não foi eficaz para essa população, principalmente pela alta incidência de rejeição aguda. O perfil de segurança mostrou que a exposição prolongada a altas concentrações sanguíneas de EVR aumenta a incidência dos eventos adversos relacionados ao fármaco.

  9. Infecções da corrente sangüínea em pacientes em uso de cateter venoso central em Unidades de Terapia Intensiva

    OpenAIRE

    2007-01-01

    Os cateteres venosos centrais (CVC), utilizados, principalmente em unidades de terapia intensiva-UTIs, são importantes fontes de infecção da corrente sangüínea (ICS). Este estudo epidemiológico analítico, tipo coorte prospectiva, enfoca a incidência de ICS, fatores de risco associados e ações assistenciais relacionadas ao uso desses cateteres em 7 UTIs no Distrito Federal. Dos 630 pacientes com CVC, 6,4% apresentaram ICS (1,5% relacionadas ao cateter e 4,9% ICS-Clínica). A permanência de inte...

  10. Reabilitacao cardiaca em pacientes submetidos a cirurgia de revascularizacao do miocardio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Aikawa

    2014-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os programas de reabilitação cardíaca (PRC vêm diminuindo a morbidade e a mortalidade em pacientes após cirurgias de revascularização do miocárdio (CRM. OBJETIVO: Observar a adesão de pacientes submetidos à CRM isoladamente na fase tardia a um PRC e analisar a qualidade de vida e capacidade funcional antes e após o treinamento físico de três meses de PRC. MÉTODOS: Foram contatados todos os pacientes submetidos à CRM isoladamente no período de um ano para participarem de um PRC com duração de três meses com três sessões semanais de uma hora de duração. Todos os pacientes realizaram exames bioquímicos de sangue, teste de força muscular de uma repetição máxima (1-RM para membros superiores e inferiores, teste de caminhada dos 6 minutos (TC6 e responderam o questionário de qualidade de vida SF-36 antes e após o treinamento. RESULTADOS: De todos os 86 pacientes contatados, apenas 13% (n = 11 concluíram o PRC. A média de idade foi 67 ± 9 anos. O sexo masculino foi predominante, 73% (oito homens. Não houve alterações significativas nos exames bioquímicos laboratoriais. No TC6 houve um aumento significativo na distância percorrida (p = 0,014; quanto à força muscular houve um aumento significativo na carga para o teste em membros superiores (p = 0,043; e no questionário SF-36 não observamos diferenças significativas nos escores antes e depois dos três meses de PRC. CONCLUSÃO: A adesão ao PRC foi baixa, logo é de suma importância a divulgação da participação de pacientes que realizaram CRM nesses programas para proporcionar maior capacidade funcional.

  11. Doses extracranianas em pacientes submetidos a radiocirurgia estereotáxica para tumores cerebrais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Salete Fonseca dos Santos Lundgren

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a dose extracraniana nos olhos, tireoide, tórax e pelve em pacientes submetidos a radiocirurgia com acelerador linear de 6 MV. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 11 pacientes com tumores cerebrais primários (7 pacientes e secundários (4 pacientes, sendo que dois destes apresentavam duas lesões. Para a estimativa da dose extracraniana, foram utilizados dosímetros termoluminescentes. Foram utilizados cones de 1,50 a 3,75 cm e as doses de radiação variaram de 1300 a 2000 cGy. RESULTADOS: A idade média dos pacientes foi de 52 anos, sendo 63,6% do sexo feminino e 36,4% do sexo masculino. As localizações das lesões foram: nervo acústico direito (1, frontal (2, parietal (5, occipital direito (1, cerebelar (2 e parassagitais (2. Os valores médios das doses recebidas na região entre os olhos foram de 5,1 cGy; no olho direito, de 4,8 cGy; no olho esquerdo, de 6,5 cGy; na tireoide, de 4,2 cGy; no tórax, de 1,65 cGy; e na pelve, de 0,45 cGy. CONCLUSÃO: Estes resultados mostram que embora as doses não ultrapassem os limites de tolerância para ocorrência da opacidade do cristalino, é importante que os médicos radioterapeutas considerem os riscos de dose de radiação nessas regiões durante o planejamento de procedimentos de radiocirurgia craniana.

  12. Evolución de la función renal en un grupo de pacientes con estenosis de la/s arteria renal sometidos a tratamiento revascularizador.

    OpenAIRE

    Marin Valencia, Adriana Lucia; Tovar, José Luis

    2013-01-01

    La estenosis de l'artèria renal és una causa freqüent d'hipertensió arterial secundària i insuficiència renal. Els estudis disponibles no han demostrat superioritat de la revascularització sobre el tractament mèdic, generant controvèrsia quant a l'elecció del tractament. En el servei de nefrología de l'Hospital Vall d'Hebron es va realitzar un estudi observacional en 47 pacients amb estenosis d'artèria renal sotmesos a revascularització. Al final del seguiment es va obtenir una estabilització...

  13. Frequency of depression among patients with neurocysticercosis Depressão em pacientes portadores de neurocisticercose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Monteiro de Almeida

    2010-02-01

    Full Text Available Neurocysticercosis (NCC is a common central nervous system infection caused by Taenia solium metacestodes. OBJECTIVE: To investigate the occurrence of depression in patients with calcified NCC form. The study group consisted of 114 patients subdivided in four groups: NCC with epilepsy, NCC without epilepsy, epilepsy without NCC and chronic headache. METHOD: Depression was evaluated and quantified by the Hamilton Rating Scale for Depression (HRSD-21. RESULTS: Percentage of patients with depression was as follows: group 1 (83%; group 2 (88%; group 3 (92%; group 4 (100%. The majority of patients had moderate depression. CONCLUSION: Incidence of depression in all groups was higher than in the general population. It is possible that, in a general way, patients with chronic diseases would have depression with similar intensity. NCC is associated with the presence of depression.Neurocysticercose (NCC é uma infecção do sistema nervoso central comum causada por metacestodes da Taenia solium. OBJETIVO: investigar a ocorrência de depressão nos pacientes com NCC forma calcificada. O grupo de estudo é formado por 114 pacientes subdivididos em quatro grupos: NCC com epilepsia, NCC sem epilepsia, epilepsia sem NCC e cefaléia crônica. MÉTODO: A presença de depressão foi determinada e quantificada pela Escala de Depressão de Hamilton (HRSD-21. RESULTADOS: A porcentagem de pacientes com depressão foi: grupo 1 (83%; grupo 2 (88%; grupo 3 (92%; grupo 4 (100%. A maioria dos pacientes apresentou depressão moderada. CONCLUSÃO: A incidência da depressão em todos os grupos foi mais elevada do que na população geral, contudo não houve diferença entre os grupos estudados. É possível que, de uma maneira geral, os pacientes portadores de doença crônica apresentarem a depressão em intensidade similar. NCC está associada com a presença de depressão.

  14. Responsividade à tetrahidrobiopterina em pacientes com deficiência de fenilalanina hidroxilase

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Giugliani

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar indivíduos responsivos à tetrahibrobiopterina (BH4 em uma amostra de pacientes brasileiros com hiperfenilalaninemia por deficiência de fenilalanina-hidroxilase (HPA-PAH. MÉTODOS: Estudo intervencional, amostragem por conveniência. Para serem incluídos no estudo, os pacientes deveriam: possuir diagnóstico bioquímico de HPA-PAH; ter idade > 7 anos; estar em tratamento dietético; e apresentar níveis de fenilalanina (Phe > 6 mg/dL em todas as medidas realizadas no ano anterior à inclusão no estudo. Os níveis de Phe foram determinados por meio de espectrometria de massas in tandem no dia anterior (dia 1 e nos pontos de hora 0, 4 e 8 h (dia 2 e 24 h (dia 3 após ingestão de BH4. Os critérios utilizados para definir responsividade ao BH4 foram: critério 1-redução > 30% de Phe após 8 h da administração de BH4; e critério 2-redução > 30% de Phe após 24 h da administração. RESULTADOS: Dezoito pacientes foram incluídos no estudo (mediana de idade = 14 anos, sexo masculino = 12. Cinco pacientes foram responsivos ao BH4, sendo três (forma clássica: um; forma leve: dois de acordo com ambos os critérios, e dois (forma clássica: um; forma não definida: um de acordo com o critério 2. Os níveis de Phe plasmáticos do dia 1 não demonstraram variação nos pontos de hora (p = 0,523. Entretanto, quando comparamos os níveis de Phe nos pontos de hora dos dias 1 e 2, encontramos uma variação significativa (p = 0,006. A análise da associação genótipo-fenótipo confirmou o caráter multifatorial da responsividade ao BH4. CONCLUSÃO: Os nossos achados estão de acordo com a literatura e indicam que um número relevante de pacientes brasileiros com HPA-PAH é responsivo à BH4.

  15. Avaliação da sensibilidade cutânea em pacientes com síndrome do túnel do carpo relacionada à hemodiálise Cutaneous sensibility assesment in hemodialysis- related carpal tunnel syndrome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo Alberto Nakamoto

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a utilização do PSSD (Pressure specified sensory device para a realização do diagnóstico de Síndrome do Túnel do Carpo. MÉTODOS: O PSSD consiste de aparelho que incorpora um transdutor de pressão com duas extremidades rombas e com regulagem de distância entre elas, acoplado a um computador capaz de determinar os limiares cutâneos de pressão. Para tanto, os pacientes foram divididos em três grupos: Grupo 1- grupo controle, pacientes sem neuropatia no membro superior ou insuficiência renal. Grupo 2- pacientes com síndrome do túnel do carpo relacionada à hemodiálise. Grupo 3 - pacientes com síndrome do túnel do carpo sem insuficiência renal. RESULTADOS: Os resultados demonstraram haver um maior benefício do uso do PSSD para o diagnóstico da síndrome para os pacientes do grupo dois em dois dos quatro parâmetros avaliados quando comparados com os pacientes do grupo 3. CONCLUSÃO: O PSSD é útil para o diagnóstico da síndrome do túnel do carpo em pacientes hemodialíticos. Nível de Evidência II. Estudos diagnósticos.OBJECTIVE: Describe the use of the PSSD (Pressure specified sensory Device for the diagnosis of carpal tunnel syndrome. METHODS: The PSSD is a tool that incorporates a pressure transducer with two prongs, linked to a computer capable of measuring the cutaneous pressure thresholds. The patients were divided in two groups: Group 1- patients neither with superior limb neuropathy nor renal insufficiency. Group 2- patients with carpal tunnel syndrome related to hemodialysis. Group 2 - patients with carpal tunnel syndrome but no renal insufficiency. RESULTS: The results showed, for two of the four parameters measured, that the group 2 had more benefits for the diagnosis of carpal tunnel syndrome than group 3. CONCLUSION: The PSSD is useful as a diagnostic tool in hemodialysis-related carpal tunnel syndrome Level of Evidence: Level II, development of diagnostic.

  16. Uso de medicamentos em transplantados renais: práticas de medicação e representações Utilización de medicamentos en pacientes con trasplante renal: las prácticas de los medicamentos y representaciones Drug utilization in renal transplant patients: medication practices and representations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Oliveira de Arruda

    2012-12-01

    Full Text Available Pesquisa de abordagem qualitativa, descritiva e exploratória, com o objetivo de conhecer as práticas de medicação e representações sobre o uso de medicamentos por pessoas transplantadas renais. Participaram 18 pessoas no Município de Dourados (MS, por meio de entrevista semiestruturada. Os aportes teóricos foram práticas de medicação de Peter Conrad e representação de Stuart Hall. A definição das categorias de análise teve como referencial teórico Michel Foucault. Os entrevistados apresentaram idade média de 53,5 anos, sendo 13 do sexo masculino e cinco do sexo feminino, com tempo médio de transplante de oito anos. Os medicamentos predominantemente utilizados foram os imunossupressores. Elaboraram-se três categorias de análise: o medicamento como parte do cotidiano; o papel central do medicamento e a correlação com a rejeição; e o medicamento e a autonomia do transplantado renal. Os medicamentos fazem parte do cotidiano e as representações sobre autonomia e qualidade reforçam seu uso diário.Un enfoque de investigación cualitativa, descriptiva y exploratoria, con el objetivo de conocer las prácticas y representaciones de la medicación en el uso de fármacos por las personas trasplantadas de riñón. 18 personas participaron en Dourados (MS, a través de entrevista semi-estructurada. Aportes teóricos de prácticas de medicación fueron Peter Conrad y representación de Stuart Hall. La definición de las categorías de análisis teórico fue Michel Foucault. Los encuestados tenían edad media de 53,5 años, 13 varones y 5 mujeres, tiempo promedio de trasplante de ocho años. Los medicamentos se utilizan principalmente inmunosupresores. Hemos desarrollado tres categorías de análisis: drogas como parte de la vida cotidiana, el papel central de la droga y la correlación con el rechazo, y la medicina y la autonomía del riñón trasplantado. Las drogas son parte de la vida cotidiana y las representaciones de autonom

  17. Síndrome da angústia respiratória aguda associada à varicela em paciente adulto: exemplo de suporte respiratório extracorpóreo em doenças endêmicas brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela da Silva Mendes

    2014-12-01

    Full Text Available Descreveu-se aqui o caso de um homem de 30 anos de idade com quadro de varicela grave, hipoxemia refratária, vasculite do sistema nervoso central e insuficiência renal anúrica. Foi necessário transporte por ambulância com suporte respiratório extracorpóreo veno-venoso, sendo este utilizado até a recuperação do paciente. Discute-se o potencial uso de oxigenação por membrana extracorpórea em países em desenvolvimento para o controle de doenças comuns nestas áreas.

  18. Estudio broncoscópico en pacientes con trasplante renal y sepsis respiratoria baja

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victoriano Machín González

    1997-08-01

    Full Text Available La infección respiratoria baja constituye uno de los problemas fundamentales que con frecuencia es necesario enfrentar en aquellos pacientes que reciben trasplante renal. Se hace un estudio de 47 enfermos trasplantados, los cuales presentaron como complicación una infección respiratoria baja (IRB evolutivamente en el período comprendido entre enero de 1993 y julio de 1995. Considerando que el éxito del trasplante depende en gran medida de factores inmunológicos y que la sobrevida se debe en parte a la presencia o no de infecciones, y que del total de receptores el 75 % desarrolla algún tipo de infección, se realizó este trabajo apoyándose en el estudio broncoscópico como vía de obtención de muestra microbiológica en estos enfermos. Se hallaron como gérmenes más frecuentes los gramnegativos, y se aislaron microorganismos oportunistas; se demostró la ausencia de complicaciones del proceder en manos expertas y hubo gran correlación clínico-radiológica-broncoscópicaLower respiratory infection constitutes one of the main problems which should frequently be faced in those patients who had undergone a renal transplantation. A study of 47 transplantated patients was performed. Patients presented with a lower respiratory infection as a complication during January 1993 July, 1995. This work was carried out after making a bronchoscopic study as a way to obtain a microbiological sample of these patients taking into account that the sucess of the renal transplantation depends mostly upon immunologic factors and that the survival rate relies mainly on the presence or absence of infections since the total number of recipients may develop some kind of infection. Gramnegative germs were found to be the most frequently and opportunistic microorganisms were isolated. Absence of complications due to this procedure performed by experts was proved, and there was a great clinical, radiologic, and bronchoscopic correlation

  19. Pneumomediastino em paciente asmático: um relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jose Inácio Pereira Rocha

    2016-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O pneumomediastino espontâneo (síndrome de Hamman trata- se da presença de ar livre no mediastino, não sendo resultado de trauma, cirurgias ou outros procedimentos. Tal síndrome observa-se com baixa prevalência, que estima-se entre 0,001% e 0,01%. Entre os fatores desencadeantes da doença, destacam-se exercícios físicos, trabalho de parto, cetoacidose diabética podendo causar ruptura alveolar gerando uma alta pressão intra-alveolar, de uma baixa pressão perivascular, ou de ambas. Após o evento inicial, o ar penetra livremente no mediastino durante o ciclo respiratório, buscando equilibrar os gradientes pressóricos. Algumas patologias estão associadas a tal quadro, como doenças intersticiais pulmonares, enfisema pulmonar, asma, bronquiectasias, entre outras patologias pulmonares. A radiografia do tórax costuma ser o primeiro exame realizado na triagem de pacientes com suspeita de pneumomediastino. Segundo estudos, na maior parte dos casos o tratamento é conservador, limitando-se a repouso e analgesia se necessário. OBJETIVOS: Este trabalho visa relatar uma patologia rara em adultos, seu quadro clínico e manejos. RELATO DE CASO: Paciente AMC de 23 anos apresentou subitamente edema cervical e em face, dispneia em repouso e rouquidão após demasiado esforço físico. Ao exame físico apresentava crepitações à palpação do processo xifoide até seio maxilar, com maior intensidade na região cervical. Na radiografia apresentava sinais de enfisema. Paciente com agravante de asma. CONCLUSÃO: Caso interessante de curso autolimitado de baixa prevalência.

  20. Fisioterapia respiratoria na pressao intracraniana de pacientes graves internados em unidade de terapia intensiva: revisao sistematica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Lima Ferreira

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar os desfechos aumento/diminuição da pressão intracraniana e/ou queda da pressão de perfusão cerebral, proporcionados pela fisioterapia respiratória em pacientes graves assistidos em unidade de terapia intensiva. Métodos: Por meio de uma revisão sistemática da literatura, foram selecionados ensaios clínicos publicados entre 2002 e 2012. A busca envolveu as bases de dados LILACS, SciELO, MedLine e PEDro, usando os descritores "physical therapy", "physiotherapy", "respiratory therapy" e "randomized controlled trials" em cruzamento com o descritor "intracranial pressure". Resultados: Foram incluídos 5 estudos, que somaram 164 pacientes, com média de idade entre 25 e 65 anos, e que indicaram que as manobras de fisioterapia respiratória aumentaram significativamente a pressão intracraniana, sem alterar a pressão de perfusão cerebral. Os artigos abordaram as técnicas de vibração, vibrocompressão, tapotagem, drenagem postural, além da manobra de aspiração intratraqueal. Todos os pacientes estavam sob ventilação mecânica invasiva. Conclusão: A fisioterapia respiratória promove aumento da pressão intracraniana. Os estudos sugerem que não há repercussões hemodinâmicas e respiratórias a curto prazo ou alteração da pressão de perfusão cerebral. Entretanto, não há estudos que avaliem desfechos clínicos e que assegurem a segurança das manobras.

  1. Avaliação nutricional do cardiopata crítico em terapia de substituição renal: dificuldade diagnóstica Nutritional assessment of the critically ill patients with cardiac disease under renal replacement therapy: diagnostic difficulty

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Neves Jardim

    2009-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Realizar avaliação nutricional em pacientes cardiopatas críticos que necessitem de terapia de substituição renal. MÉTODOS: Pacientes cardiopatas críticos, internados em unidade de terapia intensiva, que apresentavam insuficiência renal com indicação de terapia de substituição renal foram submetidos à avaliação nutricional com a utilização de medidas antropométricas e análise laboratorial. RESULTADOS: Foram avaliados 43 pacientes, com idade de 64±15 anos, 26 do sexo masculino. A média da fração de ejeção do ventrículo esquerdo foi de 0,36±0,16. Avaliação do estado nutricional com base no índice de massa corpórea revelou 18 pacientes eutróficos, 6 pacientes com baixo peso, 19 pacientes com sobrepeso ou obesidade. Baseado na medida da prega cutânea tricipital, 16 pacientes eram eutróficos, 27 pacientes apresentaram algum grau de depleção e, com base na circunferência do braço e na circunferência muscular do braço, 41 pacientes apresentaram algum grau de depleção. Dados laboratoriais evidenciaram depleção grave baseado na albumina em 28 pacientes e 27 pacientes tinham depleção grave de acordo com a contagem de linfócitos. CONCLUSÃO: A desnutrição é comum em pacientes cardiopatas críticos em terapia de substituição renal. Avaliação nutricional baseada no índice de massa corpórea não revelou ser bom método para diagnóstico de distúrbios nutricionais nesta população. Há necessidade de complementar a avaliação nutricional para identificação de desnutrição e possibilitar introdução precoce de suporte nutricional adequado.OBJECTIVE: Evaluate the nutritional status of patients with cardiac disease and concomitant renal dysfunction requiring renal replacement therapy. METHODS: Patients with cardiac disease and renal failure receiving renal replacement therapy, admitted to an intensive care unit, were submitted to nutritional evaluation, by use of anthropometric measurements

  2. Testagem do 1 - beta - D - Ribofuranosil, 1.2.4 - triazole - 3 - carboxamide em pacientes com hepatite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anastácio Ferreira Morgado

    1976-02-01

    Full Text Available Realizou-se estudo do tipo duplo anonimato em 18 pacientes com hepatite aguda benigna. O gruoo experimental foi testado com uma provável droga de ação antiviral: 1-BETA-D-RIBOFURANOSIL, 1,2,4-TRIAZOLE-3- CARBOXAMIDE. O grupo controle ingeriu um placebo de lactose. Teve-se especial cuidado na seleção de pacientes, incluindo apenas pacientes que preenchessem critérios bem estabelecidos. Os pacientes foram seguidos semanalmente, avaliando-os clínica e laboratorialmente. Os resultados não evidenciaram diferenças significativas entre os dois grupos, sugerindo-se estudos com casuística mais numerosa e em regime de internação hospitalar.

  3. Achados tomográficos em 1000 pacientes consecutivos com antecedentes de crises epilépticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Trentin Ana Paula

    2002-01-01

    Full Text Available Analizamos retrospectivamente as tomografias computadorizadas (TC de crânio de 1000 pacientes consecutivos, com história clínica de crises epilépticas classificadas do ponto de vista clínico em generalizadas (CG e parciais (CP. Nossos resultados mostraram a presença de CG em 70,7% dos pacientes, sendo 57,1% do sexo masculino e 42,9% do sexo feminino e, CP em 29,3%, sendo 60,0% do sexo maculino e 40,0% do sexo femninino. As faixas etárias de maior incidência foram entre 0 a 10 (31,0% e 11 a 20 (21,8% anos nos pacientes com CG e 0 a 10 (24,5%, 21 a 30 (16,7% e 31 a 40 anos (18,4% nos pacientes com CP. Os resultados tomográficos no grupo com CG foram: normais (48,8% e alterados em 51,2%, sendo esses achados definidos como calcificações/cisticercose (14,0%, neurocisticercose/cistos (9,6% hidrocefalia (4,4%, infarto (4,2%, indefinido (4,0%, tumor (2,5% entre outros (12,5,%. Nos pacientes com CP os exames tomográficos foram normais em 37,4%, alterados em 62,7%, tendo os diagnósticos de neurocisticercose/cistos (12,2%, calcificações/cisticercose (11,2%, tumor (10,5%, indefinido (8,1%, infarto (5,4%, hidrocefalia (3,7% e outros (11,6%. Salientamos a importância da TC em pacientes com epilepsia, particularmente para o diagnóstico de neurocisticercose.

  4. Doença arterial coronariana subclínica em pacientes com Diabetes Mellitus tipo 1 em hemodiálise Enfermedad arterial coronaria subclínica en pacientes con Diabetes Mellitus tipo 1 en hemodiálisis Subclinical coronary artery disease in patients with type 1 Diabetes Mellitus undergoing hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dinaldo Cavalcanti de Oliveira

    2009-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A aterosclerose ocorre mais cedo em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 (DM-1 e a doença arterial coronariana (DAC constitui a mais importante causa de morte. OBJETIVO: Avaliar a prevalência e as características anatômicas da DAC em pacientes com DM-1 e insuficiência renal crônica, submetidos à diálise. MÉTODOS: Este é um estudo descritivo de 20 pacientes com DM-1 submetidos à diálise sem DAC conhecida. A DAC foi avaliada através de angiografia coronariana quantitativa (ACQ e ultra-som intravascular (USIV. A ACQ foi realizada em todas as lesões >30%, visualmente Todos os segmentos proximais de 18 mm das artérias coronárias foram analisados por USIV. Todos os outros segmentos coronarianos com estenose >30% também foram analisados. RESULTADOS: A angiografia detectou 29 lesões >30% em 15 pacientes (75%. Onze (55% das lesões eram >50% e 10 (50% >70%. Treze pacientes tiveram as 3 principais artérias avaliadas pelo USIV. A aterosclerose estava presente em todos os pacientes e em todos os 51 segmentos proximais de 18 mm analisados. Esses segmentos significam que a medida do diâmetro dos vasos apresentava-se significantemente maior no USIV do que na ACQ, em todos os vasos. As imagens do ISIV de 25 (86,2% das 29 lesões >30% foram obtidas. Placas fibróticas eram comuns (48% e 60% apresentavam remodelamento intermediário de vasos. CONCLUSÃO: A DAC estava presente em todos os vasos de todos os pacientes com diabete tipo 1 submetidos a hemodiálise. Esses achados estão de acordo com outros estudos de autópsia, angiografia e USIV. Além disso, eles indicam a necessidade de estudos adicionais epidemiológicos e de imagem, para um melhor entendimento e tratamento de uma condição clínica complexa e grave que afeta jovens indivíduos.FUNDAMENTO: La aterosclerosis ocurre más temprano en pacientes con diabetes mellitus tipo 1 (DM-1 y la enfermedad arterial coronaria (EAC constituye la más importante causa de muerte

  5. Ansiedade e depressão em pacientes com asma: impacto no controle da asma

    OpenAIRE

    Vieira,Aline Arlindo; Santoro, Ilka Lopes; Dracoulakis,Samir; Caetano,Lilian Ballini; Fernandes, Ana Luisa Godoy

    2011-01-01

    OBJETIVO: Existem evidências da associação entre asma e sintomas psiquiátricos e transtornos mentais. Essa associação pode resultar em dificuldades de se atingir o controle da asma. O objetivo deste estudo foi avaliar a associação de ansiedade e depressão com o controle da asma. MÉTODOS: Estudo transversal com 78 pacientes asmáticos com diagnóstico confirmado de asma moderada a grave e regularmente tratados no Ambulatório de Asma do Hospital São Paulo da Universidade Federal de São Paulo, São...

  6. Reposição volêmica em pacientes politraumatizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delmo Sakabe

    2007-05-01

    Full Text Available O debate sobre a administração de colóides, cristalóides, soluções hipertônicas ou elementos sanguíneos em pacientes críticos estende-se desde o século 19. Algumas dessas soluções podem ser diferentemente distribuídas nos espaços intra e extravasculares, assim como nos espaços intra e extracelulares, causando diferentes efeitos fisiológicos. Diversos estudos foram realizados com o objetivo de comparar um fluido ao outro, mostrando a eficácia e as vantagens de cada um. Porém, não existe um trabalho que consiga provar uma diferença significativa em relação à morbi-mortalidade após a reposição volêmica com cada tipo de fluido. Esses estudo, por serem diferentes em relação aos protocolos de ressucitação, volumes e tipos de fluidos utilizados, dificultam a comparação dos resultados; no entanto, sabe-se que a reposição volêmica depende de cada situação clínica. A utilização da reposição volêmica pré-hospitalar é discutível, visto que pode aumentar o sangramento ou mesmo ser motivo de atraso na transferência do paciente ao hospital, ao mesmo tempo em que pode reduzir o risco de isquemia tecidual. Uma vez que a hemorragia tenha sido controlada, há um consenso para o fato de que o volume intravascular deve ser reposto da forma mais rápida e eficaz possível para minimizar a quantidade de células afetadas diretamente pela má perfusão tecidual. Os atuais trabalhos envolvidos nessa polêmica trazem resultados que sugerem a continuidade das investigações, visto que nenhum deles atingiu um ponto final comum. Desses estudos, um aspecto com o qual todos concordam e que se tornou claro é que não existe uma fórmula mágica única de administração intravenosa para os pacientes politraumatizados. Este trabalho visa, por meio de revisão bibliográfica, mostrar os tipos de fluidos a serem utilizados para reposição volêmica de pacientes politraumatizados, assim como os meios e a forma de utilização dos

  7. Manifestações retinianas em pacientes portadores de anemia de células falciformes

    OpenAIRE

    2011-01-01

    A Organização Mundial de Saúde estima que mais de 5% da população mundial seja portadora de algum tipo de hemoglobinopatia. Dentre essas encontramos a anemia de células falciformes, que tem seu principal efeito lesivo sobre a vasculatura periférica. Na retina, as lesões falciformes possuem fisiopatologia e classificação bem definidas. O objetivo é identificar as manifestações retinianas à anemia falciforme em pacientes encaminhados ao Hospital Bettina Ferro de Souza a partir do Hemocentro do ...

  8. A distensibilidade da aorta prediz o acidente vascular cerebral em pacientes hipertensos

    OpenAIRE

    Telmo Pereira; João Maldonado; Liliana Pereira; Jorge Conde

    2013-01-01

    FUNDAMENTO: A doença cardiovascular continua a ser principal causa de morte nos países desenvolvidos e não é inteiramente prevista por fatores de risco clássicos. O aumento da rigidez arterial constitui um importante determinante de morbidade e mortalidade cardiovascular. OBJETIVO: Avaliar se a velocidade da onda de pulso prediz a ocorrência de acidente vascular cerebral (AVC) em pacientes hipertensos. MÉTODOS: Estudo de coorte, observacional, prospetivo, multicêntrico, incluindo 1.133 pacien...

  9. Pacientes com Necessidades Especiais de Atendimento em Medicina Dentária

    OpenAIRE

    Bárbara, Mariana Clara Fonseca da

    2012-01-01

    Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Introdução: Os pacientes com necessidades especiais de atendimento são todos aqueles cujas condições médicas, físicas, de desenvolvimento, comportamentais, emocionais ou outras de alguma forma limitantes, impliquem uma abordagem clínica diferenciada. Estas condições, adquiridas ou de desen...

  10. Manifestações musculoesqueléticas nos pacientes em programa de hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra de Sousa Braz

    2003-08-01

    Full Text Available Uma diversidade de alterações osteoarticulares tem sido descrita em pacientes em hemodiálise crônica. OBJETIVO: Verificar a proporção e o tipo de manifestação musculoesquelética (MME nos pacientes em programa de hemodiálise, em três centros da região metropolitana do Recife, e relacionálas com as variáveis sexo, etnia, idade atual do paciente e, ao iniciar a diálise, tempo de tratamento dialítico. MÉTODOS: Inicialmente, foram aplicados questionários em 197 pacientes distribuídos nos três centros no período de março de 2001 a janeiro de 2002. Após excluir 35 pacientes com diagnóstico prévio de doença reumatológica, investigou-se a presença de sinais e/ou sintomas de MME em 162 pacientes. A média de idade foi de 47,3 anos, a média da idade no início do tratamento foi de 43,8 anos, 94 pacientes (58% eram do sexo masculino e 120 (74,1%, não-caucasóides. O tempo médio do tratamento dialítico foi de 44,1 meses, sendo utilizada a membrana de polissulfona em todos. RESULTADOS: MME foram observadas em 55 (34% dos 162 pacientes do estudo. Destes, 38 apresentaram um único tipo de manifestação e 17 pacientes, mais de um tipo (16 apresentaram dois e um, três tipos, perfazendo um total de 73 manifestações distribuídas entre articulações (44, ossos (18, estruturas neuromusculares (seis e periarticulares (cinco. A artralgia foi responsável por 46,6% de todas as MME, e o joelho foi a articulação mais acometida (52,9% dos casos. A dor óssea foi a segunda queixa mais comum (21,9%, as alterações periarticulares corresponderam a 6,8% das MME; e síndrome do túnel do carpo, deformidades ósseas e tumorações articulares ocorreram em 4,1%, 2,7% e 2,7%, respectivamente, do total de MME. Entre os 55 pacientes, alterações articulares foram encontradas em 72,7% deles, ósseas em 32,7%, neuromusculares em 10,8% e periarticulares em 9,1% dos pacientes. Neste estudo, observou-se a relação entre o tempo médio de

  11. Espectro óculo-aurículo-vertebral em pacientes com defeitos cardíacos congênitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Fabiano Machado Rosa

    2010-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Há poucos estudos avaliando a frequência do espectro óculo-aurículo-vertebral (EOAV nos pacientes com defeitos cardíacos congênitos (DCC. OBJETIVO: Verificar a frequência do EOAV em uma amostra de pacientes com malformações cardíacas graves. MÉTODOS: Avaliamos uma coorte prospectiva de pacientes com DCC, admitidos em uma unidade de terapia intensiva (UTI cardiopediátrica no Brasil. O diagnóstico de EOAV foi feito com base em dados clínicos, considerando critérios padrões. Os pacientes que preenchiam esses critérios foram submetidos ao cariótipo de alta resolução com bandamento GTG e hibridização fluorescente in situ para a microdeleção 22q11.2. O teste exato de Fisher (P < 0,05 foi usado para as análises estatísticas. RESULTADOS: Durante o período de avaliação, 330 pacientes foram hospitalizados pela primeira vez na UTI, mas trinta deles não participaram deste estudo. Dos 300 pacientes que constituíram a amostragem final, o EOAV foi verificado em três casos (1%. Todos apresentaram estudos citogenéticos normais. CONCLUSÃO: O EOAV parece ser uma condição frequente em pacientes com DCC. Contudo, não podemos excluir a possibilidade de que a frequência de EOAV encontrada em nosso estudo possa ter sido subestimada devido à baixa taxa de detecção pré-natal de DCC e ao acesso limitado dos pacientes ao tratamento médico apropriado em nosso meio. Estudos prospectivos futuros com critérios clínicos bem definidos e pacientes com defeitos leves e graves serão importantes para avaliar o papel do EOAV na população em geral de indivíduos com malformações cardíacas.

  12. Tracoma em pacientes com conjuntivite alérgica Trachoma in patients with allergic conjunctivitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Haroldo de Lucena Bezerra

    2010-06-01

    Full Text Available Objetivos: Este trabalho teve o objetivo de identificar possível associação entre conjuntivite alérgica e infecção por Chlamydia trachomatis. Método: Realizamos um estudo prospectivo em 104 olhos de 52 pacientes com hipótese diagnóstica de conjuntivite alérgica primaveril e atópica. Os pacientes foram examinados no Núcleo Especializado em Oftalmologia de João Pessoa - NEO. Foi realizada em todos os 52 pacientes, a citologia conjuntival, uma vez que pode evidenciar a presença de eosinófilos e corpúsculos de inclusões no esfregaço do raspado conjuntival, como também a imunofluorescência direta por ser o exame de escolha para confirmação de infecção por Chlamydia trachomatis. Todos os procedimentos foram aprovados pelo Comitê de Ética em pesquisa. Resultados: Dos 52 pacientes, 41 (78,8% apresentou conjuntivite primaveril e 11 (21,2% conjuntivite atópica. Quarenta e um (78,8% eram do sexo masculino e 11 (21,2% do feminino. As idades variaram de 3 a 19 anos, com uma média de 9,8 anos. Quanto à distribuição racial, 16 (30,8% pacientes eram brancos, 14 (26,9% eram negros e 22 (42,3% eram pardos. Pacientes com doença alérgica sistêmica observou-se que 25 (48,1% pacientes apresentaram asma brônquica, 20 (38,5% rinite alérgica e 5 (9,6% dermatite atópica. Os principais sintomas relatados pelos pacientes foram coriza (59,6%, prurido ocular (98,1%, ardor ou queimação (61,5%, lacrimejamento (65,3% e fotofobia (61,5%. Os principais sinais clínicos foram: hiperemia ocular (100%, bilateralidade (100%, papilas no tarso (92,3% e secreção mucosa (82,7%. A citologia do raspado conjuntival encontrou o eosinófilo em 86,5% dos casos. Apenas 7 pacientes não apresentaram eosinófilos no raspado conjuntival. Observamos que 3 pacientes (5,8% apresentou imunofluorescência positiva para Chlamydia, evidenciando associação entre conjuntivite alérgica e tracoma. Conclusão: É importante determinar a existência simultânea de

  13. Epidemiologia e desfecho de pacientes cirúrgicos não cardíacos em unidades de terapia intensiva no Brasil

    OpenAIRE

    Lobo,Suzana Margareth; Rezende, Ederlon; Knibel, Marcos Freitas; Silva,Nilton Brandão da; Páramo, José Antonio Matos; Nácul, Flávio; Mendes,Ciro Leite; Assunção, Murilo [UNIFESP; Costa Filho, Rubens Carmo; Grion,Cíntia C.; Pinto, Sérgio Felix; Mello,Patricia M. Veiga de Carvalho; Maia, Marcelo de Oliveira; Duarte, Péricles Almeida Delfino; Gutierrez,Fernando

    2008-01-01

    OBJETIVO: Devido aos avanços da medicina e ao envelhecimento da população, a proporção de pacientes em risco de morte após cirurgias está aumentando. Nosso objetivo foi avaliar o desfecho e a epidemiologia de cirurgias não cardíacas em pacientes admitidos em unidade de terapia intensiva. MÉTODOS: Estudo prospectivo, observacional, de coorte, realizado em 21 unidades de terapia intensiva. Um total de 885 pacientes adultos, cirúrgicos, consecutivamente admitidos em unidades de terapia intensiva...

  14. Doença celíaca é super-representada em pacientes com constipação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rolf A. A. Pelleboer

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Tem sido sugerido que pacientes com constipação sejam triados para doença celíaca. Da mesma forma, recomenda-se a investigação desses pacientes para hipotiroidismo e hipercalcemia. Contudo, nenhuma evidência para essas recomendações está disponível até o momento. Assim, propusemos-nos determinar a prevalência de doença celíaca, hipotiroidismo e hipercalcemia em crianças com constipação. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo com 370 pacientes consecutivos que preencheram os critérios de Roma III para constipação. Esses pacientes foram encaminhados por um clínico geral a um pediatra devido ao fracasso no tratamento com laxantes. RESULTADOS: A biópsia comprovou doença celíaca em sete desses pacientes. Isso é significativamente mais alto (p < 0,001 do que a prevalência de 1:198 de doença celíaca nos Países Baixos. Dois pacientes tinham tiroidite autoimune. Nenhum paciente tinha hipercalcemia. CONCLUSÕES: Conclui-se que a doença celíaca é significativamente super-representada em pacientes com constipação encaminhados por um clínico geral a um pediatra devido ao fracasso no tratamento com laxantes. Todos esses pacientes devem, portanto, ser triados para doença celíaca.

  15. Prevalência de diabetes mellitus tipo 2 e outros fatores de risco associados em pacientes com glaucoma

    OpenAIRE

    Coblentz,Jacqueline; Pires,Maria Lucia Elias; Oliveira, Diogo; Lebeis,Karina; Terrezo,Larissa

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a prevalência de diabéticos em uma amostra de pacientes com glaucoma; verificar se existe associação entre diabetes mellitus e glaucoma na amostra estudada; verificar outros fatores de risco associados. MÉTODOS: Foram analisados de forma retrospectiva os prontuários de 50 pacientes com diagnóstico de glaucoma. Os dados registrados foram sexo, idade, raça, história familiar de glaucoma e história pessoal de diabetes mellitus tipo 2. RESULTADOS: Do total de pacientes avaliados...

  16. Influência do genótipo da hemoglobinopatia falciforme nas manifestações retinianas em pacientes de um hospital universitário

    OpenAIRE

    Bisol,Tiago; Fior, Odinei; Esteves, Jorge Freitas; Friderich,João Ricardo

    2000-01-01

    Objetivo: Identificar as alterações retinianas em pacientes com hemoglobinopatia falciforme e comparar sua prevalência nos diferentes genótipos da doença em uma população de pacientes de hospital universitário de Porto Alegre - Brasil. Métodos: Realizou-se exame oftalmológico com avaliação fundoscópica e estudo do genótipo de pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme. Resultados: Foram examinados 94 olhos de 47 pacientes com doença falciforme: 17 pacientes do sexo masculino e 30 fem...

  17. Estresse e habilidades sociais em pacientes com síndrome metabólica

    OpenAIRE

    Silva,Jaqueline Garcia da

    2011-01-01

    A síndrome metabólica (SM) é a combinação de obesidade, dislipidemia, resistência à insulina e hipertensão, sendo estes fatores relacionados ao risco da doença cardiovascular. A dissertação foi dividida em duas seções, a seção 1 foi composta pelo estudo teórico e a seção 2 pelo empírico. O objetivo do estudo teórico foi realizar uma revisão sistemática a fim de verificar a ocorrência de estresse, tanto psicológico quanto fisiológico, em estudos empíricos que avaliaram pacientes com SM. Foram ...

  18. Vasculite mesentérica em paciente com lúpus eritematoso sistêmico juvenil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adão F. Albuquerque-Netto

    2013-04-01

    Full Text Available A vasculite mesentérica lúpica (VML é uma rara causa de dor abdominal aguda. Há poucos relatos de caso demonstrando VML em adultos e, particularmente, em crianças e adolescentes. No entanto, para o nosso conhecimento, a prevalência dessa grave vasculite em uma população pediátrica com lúpus ainda não foi estudada. Portanto, dados de 28 anos consecutivos foram revisados e incluídos 5.508 pacientes em seguimento no Hospital da Faculdade de Medicina da Univesidade de São Paulo (FMUSP. Identificamos 279 (5,1% casos que preencheram critérios de classificação diagnóstica do American College of Rheumatology para lúpus eritematoso sistêmico (LES e um (0,4% desses apresentou VML. Este paciente recebeu diagnóstico de LES aos 11 anos de idade. Aos 13 anos foi hospitalizado com dor abdominal difusa e aguda, náuseas, vômitos biliosos, distensão e rigidez abdominal, com descompressão brusca positiva. O paciente foi prontamente submetido à laparotomia exploradora, identificando isquemia intestinal segmentar, com edema de parede intestinal e aderências. Foi realizada ressecção parcial de intestino delgado, com lise das aderências e pulsoterapia com metilprednisolona. A análise histopatológica identificou arterite de vasos mesentéricos. Após 13 dias, apresentou recorrência de dor abdominal difusa intensa, sendo novamente submetido à laparotomia exploradora, identificando obstrução em intestino delgado por aderências, com gangrena intestinal. Nova ressecção intestinal foi realizada, além de pulsoterapia com metilprednisolona e infusão de imunoglobulina. Portanto, VML é uma rara e grave manifestação abdominal na população com lúpus pediátrico, e pode ser a única manifestação de atividade da doença. Além disso, este estudo reforça a importância do diagnóstico precoce e do tratamento imediato.

  19. Diagnosticos de enfermagem em pacientes classificados nos niveis I e II de prioridade do Protocolo Manchester

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Chaves de Souza

    2013-12-01

    Full Text Available O estudo objetivou identificar possíveis diagnósticos de enfermagem em pacientes classificados nos níveis I e II de prioridade do protocolo Manchester. Trata-se de estudo descritivo retrospectivo, cuja amostra foi de 40 prontuários de pacientes classificados nos níveis I e II de prioridade. Para identificação dos diagnósticos de enfermagem dois especialistas analisaram sinais e sintomas registrados nos prontuários dos pacientes no momento da classificação de risco. No nível I de prioridade, os diagnósticos de enfermagem mais frequentes foram: dor aguda (65,0%, padrão respiratório ineficaz (45,0% e troca de gases prejudicada (40,0%. No nível II de prioridade foram: dor aguda (80,0%, náusea (10,0% e risco de desequilíbrio eletrolítico (10,0%. Percebeu-se que a utilização do protocolo de Manchester favorece a identificação de características definidoras e fatores relacionados/fatores de risco que subsidiam a elaboração de diagnósticos de enfermagem na classificação de risco.

  20. Efeito do treinamento resistido em paciente com fibromialgia: estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Zadorosnei Rebutini

    2013-06-01

    Full Text Available A fibromialgia (FM é uma doença idiopática de ordem reumatológica e incurável que causa dores crônicas e possui tratamento complexo e multifatorial. O exercício físico pode fazer parte do tratamento por atenuar parte dos sintomas da FM, porém a literatura ainda carece de informações sobre tipo, intensidade, duração e frequência ótimos contra os sintomas da FM. O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito de 12 semanas de treinamento resistido em uma paciente com FM que não fazia tratamento farmacológico. Os resultados indicaram que 12 semanas de treinamento resistido foi capaz de reduzir as dores, melhorar a capacidade funcional, o bem-estar geral e a qualidade de vida da paciente. O treinamento resistido pareceu atenuar os efeitos negativos da FM e parece ser uma ferramenta promissora para pacientes com FM que gostem desse tipo de atividade.

  1. Correlação do esquema de imunossupressão com complicações pós-operatórias em transplantes renais através do uso da cintilografia renal dinâmica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martins Flávia Paiva Proença

    2001-01-01

    Full Text Available A cintilografia renal dinâmica possibilita o diagnóstico de complicações observadas nos tecidos transplantados, como desordens na perfusão do órgão, necrose tubular aguda e quadros de rejeição. Empregamos o 99mTc-DTPA neste estudo e correlacionamos os achados cintilográficos e clínicos visando ao diagnóstico de rejeição ou outra forma de complicação no órgão transplantado. Tanto as rejeições quanto as complicações foram avaliadas em relação ao tipo de imunossupressão utilizada. Foram analisados 55 pacientes submetidos a transplante renal entre 1989 e 1999. Todos os pacientes com nefrotoxicidade faziam uso do esquema tríplice de imunossupressão. Neste estudo houve predominância de rejeição aguda, em 40,4% dos casos. Treze dos quinze pacientes cujos doadores eram cadáveres tiveram necrose tubular aguda. Foi observado apenas um caso falso-positivo, em que o exame cintilográfico foi incompatível com a clínica. Sugerimos o uso da cintilografia renal no acompanhamento pós-operatório dos pacientes transplantados.

  2. Musical identity of patients with multiple sclerosis Identidade musical em pacientes com esclerose múltipla

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Shirlene Vianna Moreira

    2009-03-01

    Full Text Available Musical autobiographies consist of a powerful therapeutic tool by which individuals define themselves. The use of this technique may help (reconstruction personal identities and improve quality of life of patients with multiple sclerosis (MS. Eight adult patients on treatment at CIEM Multiple Sclerosis Investigation Center after selecting 10 to 15 pieces of music most significant in their lives were interviewed. The data collected were classified according to Even Rudd categories, which reveal how a person expresses his personal, social, temporal and transpersonal identities. We observed that recall of musical history makes MS patients get better perception both of their feelings and body awareness, as well as provide them with an alternative way to express themselves, activate and contextualize affective memories, and achieving a sense of life continuity in spite of the disease.Autobiografias musicais constituem um recurso terapêutico pelo qual indivíduos definem a si mesmos, auxiliando a (reconstrução da identidade e contribuindo para a melhora da qualidade de vida de portadores de esclerose múltipla (EM. Oito pacientes adultos sob acompanhamento no Centro de Investigação em esclerose múltipla (CIEM da UFMG, selecionaram entre 10 e 15 músicas significativas em sua vida, a respeito das quais discorreram em entrevista aberta. Os dados foram analisados qualitativamente segundo categorias criadas por Even Rudd, que visam revelar como o indivíduo expressa suas identidades pessoal, social, temporal e transpessoal. Submetidos a tratamento quantitativo, os dados demonstraram que, através da sua história musical, os pacientes aumentaram a percepção dos sentimentos e sensações corporais, expressaram-se de maneiras alternativas e ativaram memórias afetivas, contextualizando-as e adquirindo um senso de continuidade da vida.

  3. Sedação controlada pelo paciente em cirurgia ortopédica sob anestesia regional: uma nova abordagem em sedação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abdulselam Ekin

    2013-10-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Anestesia regional é uma técnica de uso comum em procedimentos ortopédicos. A sedação deve reduzir a ansiedade e o medo do paciente e aumentar a qualidade da anestesia regional. Este estudo avaliou as alterações hemodinâmicas, o nível de sedação e de satisfação tanto dos pacientes quanto dos cirurgiões e os potencias efeitos colaterais da sedação controlada pelo paciente com o uso de propofol. MÉTODOS: Selecionamos 60 pacientes, estado físico Asa I-III e agendados para artroplastia total do joelho sob anestesia combinada raqui-peridural. Os pacientes do Grupo P (n = 30 receberam propofol por meio de um dispositivo de analgesia controlada pelo paciente com as seguintes configurações: dose de propofol em bolus de 400 µg.kg-1 por via intravenosa (IV, com intervalo de bloqueio de cinco minutos e sem infusão basal. Os pacientes do Grupo S receberam infusão de solução salina (150 mL, com as mesmas configurações. Para determinar o nível de sedação, o índice bispectral (BIS e a Escala de Avaliação de Alerta e Sedação dos Observadores (OAA/S foram usados. O número de solicitações foi registrado para todos os pacientes. Como avaliação final, a satisfação dos cirurgiões e dos pacientes foi registrada em escala de 4 pontos. RESULTADOS: Os valores de BIS e da OAA/S foram menores no Grupo P que no Grupo S. A satisfação dos pacientes foi maior no Grupo P, embora não tenha havido diferença significativa em relação à satisfação dos cirurgiões entre os grupos. O número de solitações de sedação foi significativamente maior no Grupo S. Contudo, a maioria das solicitações não foi considerada bem-sucedida. CONCLUSÃO: Este estudo sugere que a analgesia controlada pelo paciente com o uso de propofol pode ser usada com resultados eficazes em procedimentos ortopédicos.

  4. Pacientes transplantados renais: análise de associação dos diagnósticos de enfermagem Pacientes trasplantados renales: análisis de asociación de los diagnósticos enfermeros Kidney transplanted patients: nursing diagnoses association analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luisa Brandão de Carvalho Lira

    2010-03-01

    Full Text Available A insuficiência renal crônica é uma doença com sérias implicações físicas, psicológicas e sócio-econômicas para o paciente. O transplante renal proporciona qualidade de vida aos renais crônicos. O objetivo desse estudo é analisar as associações entre os diagnósticos de enfermagem, os fatores relacionados e as características definidoras presentes em pacientes transplantados renais de um hospital universitário. Um estudo transversal de caráter exploratório e descritivo foi desenvolvido com 58 pacientes entre os meses de dezembro de 2004 e abril de 2005. Os instrumentos de coleta de dados foram: roteiros de entrevista e exame físico. Os resultados mostraram associações entre Padrão de sono perturbado e Disfunção sexual, Padrão de sono perturbado e Padrões de sexualidade ineficazes, Disfunção sexual e Padrões de sexualidade ineficazes. Conclui-se que o estudo contribuiu para a identificação de diagnósticos de enfermagem relacionados a características específicas destes pacientes.La insuficiencia renal crónica es una enfermedad con serias implicaciones físicas, psicológicas y socio-económicas para el paciente. El trasplante renal proporciona calidad de vida a los renales crónicos. El objetivo de ese estudio es analizar las asociaciones entre los diagnósticos enfermeros, los factores relacionados y las características definitorias presentes en pacientes trasplantados renales de un hospital universitario. Un estudio transversal de carácter exploratorio y descriptivo ha sido performado con 58 pacientes entre los meses de diciembre de 2004 y abril de 2005. Los instrumentos de recogida de datos fueron: guión de entrevista y examen físico. Los resultados mostraron asociaciones entre Deterioro del patrón de sueño y Disfunción sexual, Deterioro del patrón de sueño y Patrones sexuales inefectivos, Disfunción sexual y Patrones sexuales inefectivos. Se concluye que el estudio aportó para la identificaci

  5. Epidemiologia da hipertensão arterial e diabetes mellitus em pacientes idosos de uma unidade de referência em Fortaleza-CE

    OpenAIRE

    Mesquita, Ana Karine Lima Moreira

    2008-01-01

    Foi objetivo deste estudo, avaliar os prontuários dos pacientes atendidos no Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão - CIDH com a finalidade de identificar a frequência de Hipertensão (HA) e Diabetes Mellitus (DM), relacionando co-morbidades associadas, controle da pressão arterial e níveis de glicêmicos desses pacientes, assim como traçar o perfil sócio-demográfico deles. Tratou-se de estudo descritivo e observacional, em que se coletaram dados de 400 pacientes com HA, DM e HA/DM, atendid...

  6. Resultados clínicos de trasplantes de riñón en pacientes con enfermedad renal en etapa terminal secundaria a nefritis lupus, enfermedad poliquística renal y nefropatía diabética

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    John Fredy Nieto-Ríos

    2016-04-01

    Full Text Available Antecedentes:Pacientes con nefritis lúpica pueden progresar a enfermedad renal crónica terminal (10-22%; en estos pacientes el trasplante renal debe ser considerado como la terapia de elección. Objetivo: Evaluar los desenlaces clínicos de un grupo de pacientes con enfermedad renal crónica terminal por nefropatía lúpica, enfermedad renal poliquística y nefropatía diabética que fueron sometidos a trasplante renal en el Hospital Pablo Tobón Uribe.Métodos:Estudio retrospectivo, descriptivo, realizado en un solo centro de trasplante renal, durante el período 2005-2013.Resultados:Se evaluaron 136 pacientes: 27 con nefritis lúpica (19.9%, 31 con enfermedad renal poliquística (22.8% y 78 con nefropatía diabética (57.4%. La supervivencia del injerto a uno, tres y cinco años fue de de 96.3%, 82.5% y 82.5% en nefropatía lúpica, 90%, 86% y 76.5% en enfermedad renal poliquística y 91.7%, 80.3% y 67.9% en nefropatía diabética respectivamente, sin diferencias estadísticas significativas (Long Rank test= 0.488. La tasa de recurrencia de nefritis lúpica posterior al trasplante renal fue de 0.94%/persona-año. Tener lupus vs diabetes o enfermedad renal poliquística no fue un factor de riesgo para disminución del tiempo de supervivencia del injerto (Hazard ratio= 1.43; 95% IC= 0.52-3.93.Conclusiones:Los pacientes enfermedad renal crónica terminal secundaria a nefritis lúpica, que son llevados a trasplante renal tienen tasas de éxito similar en cuanto a supervivencia del injerto y del paciente, al compararlos con otras enfermedades renales. La tasa de complicaciones y el riesgo de recurrencia de la nefropatía lúpica son bajos. El trasplante renal debe ser considerado como la terapia de elección para los pacientes con enfermedad renal crónica estadio terminal secundaria a nefritis lúpica.

  7. "Prevalência de hipertensão arterial sistêmica em pacientes submetidos a tratamento odontológico na FOUSP"

    OpenAIRE

    Priscila Mara Olivieri Ximenes

    2005-01-01

    O cirurgião dentista comumente em sua prática clínica se vê diante de pacientes sistemicamente comprometidos. Entre esses pacientes encontramos o grupo dos hipertensos que merecem especial atenção pelo profissional, devido às possíveis alterações psicossomáticas que podem vir a acontecer durante um atendimento odontológico. O presente estudo teve como objetivo estabelecer a prevalência e suas implicações em pacientes hipertensos em uma amostra de 424 pacientes sob tratamento na FO-USP. Com os...

  8. Risco de suicídio em pacientes em hemodiálise: evolução e mortalidade em três anos Risk of suicide in hemodyalisis patient: evolution and mortality in three years

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jose A. Moura Junior

    2008-01-01

    Full Text Available A morte por suicídio em pacientes portadores de insuficiência renal crônica (IRC em diálise tem sido reportada há décadas. No Brasil, raros são os estudos que têm mensurado sua prevalência, evolução e mortalidade. OBJETIVO: Identificar a presença de risco de suicídio, em duas unidades de diálise e analisar a evolução e a mortalidade por três anos. MÉTODO: O MINI foi utilizado em três etapas. Foram obtidas as freqüências do transtorno e sua evolução foi acompanhada. A curva de Kaplan-Meier e a regressão de Cox foram aplicadas para estudar a mortalidade. RESULTADOS: Participaram 244 pacientes na primeira etapa, 200, na segunda etapa e 110, na terceira etapa. O risco de suicídio foi diagnosticado em 40 pacientes na primeira etapa, 49, na segunda etapa e sete na terceira etapa. Da primeira para a segunda etapa, nove pacientes morreram, 29 continuaram e 20 outros pacientes passaram a apresentar a condição. Da segunda para a terceira etapa, 13 deles morreram, sete continuaram a apresentar e 29 evoluíram para outro transtorno. A incidência de óbitos naqueles sem o transtorno foi de 3,35 e naqueles com risco de suicídio, 9,91 (RR = 2,87; IC 95% [1,69-4,87]. CONCLUSÕES: O risco de suicídio teve alta prevalência, e a mortalidade associada a esta condição é elevada.Risk of suicide is associated with high rates of death in chronic hemodialysis patients. In Brazil only few studies have measured your prevalence, evolution and mortality. OBJECTIVE: Study the prevalence, evolution and mortality of risk of suicide in two nephrology units for three years. METHODS: The Mini was used in three moments. Frequency and evolution of Risk of Suicide was analyzed. Kaplan-Meier Curve and Cox Regression was used to study the mortality. RESULTS: 244 patients in 1st step, 200 in 2nd and 110 in 3rd. Risk of suicide was diagnosticated in 40 in 1st, 49 in 2nd and seven in 3rd period. Between the 1st and 2nd period, nine patients death, 29

  9. Hipometabolismo cerebral em pacientes com esclerose mesial temporal demonstrado pelo FDG-PET

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    DUARTE PAULO S.

    2000-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a extensão do hipometabolismo cerebral em pacientes com esclerose mesial temporal (EMT. MÉTODO: Este estudo retrospectivo incluiu 21 pacientes que apresentavam epilepsia parcial complexa refrataria à terapia e que foram selecionados para cirurgia após análise extensa que incluía: EEG de superfície e estudos de neuroimagem (PET, SPECT e ressonância magnética. Todos os pacientes foram submetidos a intervenção cirúrgica e tiveram confirmação histológica de EMT. Uma análise semi-quantitativa foi realizada, utilizando regiões de interesse (ROIs nas seguintes estruturas: lobos frontais, parietais e occipitais, gânglios da base, tálamos, cerebelo e três diferentes regiões nos lobos temporais, que compreendiam o córtex medial, inferior e lateral. Um índice de assimetria (IA foi calculado, comparando as contagens por pixel nas estruturas homólogas em ambos os hemisférios cerebrais. Os IAs das diferentes estruturas foram então correlacionados. RESULTADOS: Uma correlação significativa foi demonstrada entre os IAs do córtex medial dos lobos temporais e aqueles dos lobos frontais, dos lobos parietais, dos gânglios da base e dos tálamos (r = 0,72, 0,62, 0,47 e 0,47 respectivamente com p < 0,05 . Foi demonstrada correlação altamente significativa dos IAs das 3 regiões do lobo temporal entre si (chegando a 0,86 entre os IAs das regiões mediais do lobo temporal e os IAs das regiões inferiores. CONCLUSÃO: Esses dados indicam que o hipometabolismo se estende além do foco epiléptico no lobo temporal em pacientes com epilepsia parcial complexa relacionada a EMT. O metabolismo na porção medial do lobo temporal é mais correlacionado com o metabolismo no lobo frontal do que com aquele de outras estruturas cerebrais externas aos lobos temporais. Os mecanismos fisiopatológicos envolvidos no hipometabolismo continuam controversos.

  10. Perfil Sistêmico e Manifestações Bucais em Pacientes com Hipotireoidismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziele Beanes da Silva Santos

    2012-06-01

    Full Text Available O hipotireoidismo é uma desordem endócrina, de natureza sistêmica caracterizada pela disfunção na glândula tireóide. Os hormônios tireoidianos T3 e T4 são necessários para suprir funções orgânicas normais do organismo. Desta forma, distúrbios na secreção de T3 e T4 podem estar associados a alterações no sistema estomatognático. Dentre essas alterações encontram-se hipoplasia condilar, atresia maxilar ou mandibular, hipodesenvolvimento da mandíbula, prognatismo maxilar, hipoplasia de esmalte e dentina, taurodontia e retardo na erupção dentária e no desenvolvimento radicular. Desta forma é imprescindível que o cirurgião dentista tenha conhecimento sobre as manifestações locais ou sistêmicas associadas a esta desordem endócrina. O objetivo deste artigo é abordar as alterações sistêmicas e bucais em pacientes acometidos pelo hipotireoidismo, bem como os cuidados e condutas terapêutica que podem ser adotados durante o tratamento odontológico. A coleta de dados foi realizada através da seleção de artigos publicados a cerca das manifestações bucais em pacientes acometidos por hipotireoidismo nos principais bancos de dados, Bireme, Medline e Scielo. O hipotireoidismo é uma patologia sistêmica comum, que ocasionalmente apresenta manifestações bucais e necessitam de cuidados especiais durante tratamentos odontológicos. A interação medicamentosa frente à pacientes em tratamento do hipotireoidismo também deve ser considerada, uma vez que medicações comumente prescritas na odontologia podem promover reações adversas. Desta forma, é imprescindível que o cirurgião-dentista tenha conhecimento sobre os procedimentos adequados na terapêutica de pacientes com essa síndrome.

  11. Prevalência de talassemias e hemoglobinas variantes em pacientes com anemia não ferropênica

    OpenAIRE

    Sandrine C. Wagner; Silvestri, Matheus C.; Christina M. Bittar; Friedrisch,João R.; Silla,Lúcia M. R.

    2005-01-01

    Para estabelecer a freqüência de hemoglobinopatias e talassemias em pacientes com anemia não ferropênica foram estudados 58 casos de pacientes comprovadamente com anemia não ferropênica e 235 controles obtidos de pessoas sem anemia. Todas as amostras foram obtidas do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), RS, Brasil. As técnicas realizadas foram eletroforese em acetato de celulose, pH alcalino, pesquisa citológica de Hb H, HPLC, hemograma e ferritina. A análise dos dados realizada no gr...

  12. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional

    OpenAIRE

    Rosana dos Santos e Silva Martin; Luis Cuadrado Martin; Roberto Jorge da Silva Franco; Pasqual Barretti; Jacqueline Costa Teixeira Caramori; João Henrique Castro; Aline Araújo Antunes; Silméia Garcia Zanati-Basan; Beatriz Bojikian Matsubara; Antônio Sérgio Martins

    2012-01-01

    FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguido...

  13. Efeitos da sondagem nasogástrica em pacientes com acidente cerebrovascular e disfagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tahissa Frota Cavalcante

    2014-10-01

    Full Text Available O estudo teve por objetivo analisar os efeitos da sondagem gástrica em pacientes com acidente vascular cerebral e disfagia. Revisão sistemática da literatura, realizada em seis bases de dados, com os descritores stroke e intubation, gastrointestinal. Foram encontrados 120 estudos e selecionados três ensaios clínicos. Os resultados apontaram diferentes desfechos, entre os quais: aumento do nível sérico de albumina (gastrostomia, prognóstico ruim e risco de morte (gastrostomia, aumento das falhas no tratamento devido a bloqueio, deslocamento e reinserção da sonda nasogástrica, e aumento da incidência de hemorragia gastrointestinal (sonda nasogástrica. A partir dos resultados obtidos nesta revisão sistemática, ressaltam-se as seguintes evidências: a sondagem nasogástrica deve ser adotada precocemente como um método de alimentação enteral; as falhas do tratamento são mais comuns naqueles que utilizam a sonda nasogástrica como método de alimentação; os resultados relacionados à melhora do estado funcional dos pacientes foram semelhantes, independente do método de terapia nutricional empregado.

  14. Análise da ceratometria corneana em pacientes portadores de espasmo hemifacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivana Cardoso Pereira

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a variação da ceratometria em olhos de pacientes portadores de espasmo hemifacial submetidos a tratamento com toxina botulínica. MÉTODOS: Foram incluídos 18 pacientes portadores de espasmo hemifacial que foram submetidos ao exame oftalmológico completo, além da topografia corneana e Orbscan previamente à aplicação de toxina botulínica tipo A e 1 mês após o procedimento. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significante entre a ceratometria encontrada pela topografia corneana ou diferença no BFS ("best fit sphere" anterior e posterior e índice de Roush avaliados pelo Orbscan nos olhos acometidos pelo espasmo em relação ao olho contralateral quando comparados antes e após o procedimento. CONCLUSÃO: Neste estudo, não encontramos diferença entre olhos com espasmo hemifacial e olhos sem essa condição quando avaliados a ceratometria, o índice de Roush e o BFS corneano antes e após tratamento.

  15. Fungus ball in HIV-infected patients Bola fúngica em pacientes HIV-infectados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Silva Guazzelli

    2009-12-01

    Full Text Available Aspergillus is a phagocyte opportunistic fungus that causes aspergillosis, an unusual disease in patients with AIDS. Six cases of fungal ball in patients with AIDS are reported here. In this group, all patients had hemoptysis and tuberculosis as the underlying lung disease. The diagnosis of pulmonary fungus ball was based on the clinical and radiographic feature, combined with serological and mycological evidence of Aspergillus fumigatus.Os fungos filamentosos são oportunistas de fagócitos, motivo pelo qual aspergilose é incomum em pacientes com Aids. A apresentação clínica depende do estado imune, tamanho do inóculo fúngico e doença de base. São relatados neste trabalho seis casos de bola fúngica em pacientes com Aids. Neste grupo, todos tiveram tuberculose como doença de base e hemoptise foi o principal sintoma. O diagnóstico da bola fúngica foi através da apresentação clínica, achados radiológicos combinados com imunodifusão radial dupla, exame micológico direto e cultivo do material do trato respiratório, sendo A. fumigatus o agente isolado

  16. Lipossarcoma periorbital em paciente pediátrico: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Marcio

    2013-08-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo é descrever uma criança com lipossarcoma periorbital, caracterizando seus aspectos clínico-epidemiológicos e terapêuticos. Menina de 6 meses de idade com tumoração crescente há dois meses em região fronto-zigomática direita, a qual foi submetida à exérese e cujas análises anatomopatológica (AP e imuno-histoquímica (IH observaram achados típicos de lipoblastoma. Após isso, apresentou mais três recidivas tumorais com diagnósticos similares. Um ano depois da última cirurgia, houve nova recorrência, porém, dessa vez, o resultado dos exames análises anatomopatológica e imuno-histoquímica foi de lipossarcoma, sendo, então, encaminhada para complementar o tratamento com radio e quimioterapia, sem novas lesões até o momento. Devido a sua raridade, geralmente o lipossarcoma não entra no diagnóstico diferencial em pacientes com massas orbitais, porém, por ser localmente agressivo, torna-se vital a pronta identificação e tratamento de forma a oferecer melhores resultados terapêuticos e influência sobre a qualidade de vida do paciente.

  17. Mycetoma in an HIV-infected patient Mycetoma em paciente HIV positivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz G. M. Castro

    1999-10-01

    Full Text Available Although oportunistic fungal infections occur commonly in immunocompromised hosts, mycetoma has never been reported in association with HIV infection. The authors present a case that to their knowledge is the first reported case of mycetoma associated with HIV infection. Diagnosis was confirmed by direct examination of grains and histologic examination. Precise identification of the agent, an actinomycete, was not possible. The unusual site of infection may probably be related to the use of contaminated needless and sirynges for HIV drug injection.Os autores relatam um caso de actinomicetoma em pacientes HIV positivo. Apesar das infecções fúngicas oportunistas serem freqüentemente observadas em pacientes infectados pelo HIV, a associação com micetoma nunca foi descrita. O diagnóstico foi confirmado pelo exame micolígico direto de grãos obtidos da secreção e de exame anátomo-patológico. Não foi possível identificar o agente, mas as características sugerem tratar-se de actinomiceto. Os autores acreditam que a localização no membro superior possa estar relacionada com o uso de seringas e agulhas contaminadas para injeção de drogas EV.

  18. Esquema de Desamparo em Paciente com Dor Crônica e Sintomas Depressivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisangela Ferreira Santana

    2015-12-01

    Full Text Available A fibromialgia caracteriza-se por dor generalizada e crônica, de modo geral, associada à incapacidade funcional e quadros depressivos. Por suas repercussões, esta síndrome dolorosa pode ativar e/ou potencializar esquemas de desamparo e desvalor, o que por sua vez pode contribuir para o surgimento de sintomas depressivos. Neste artigo, analisa-se o processo de manejo da dor por meio da identificação de crenças de incapacidade e da alteração de humor numa paciente com dor crônica e sintomas depressivos. Para tanto, são descritas as estratégias e técnicas utilizadas em seu processo terapêutico, realizado em 13 sessões, que teve como embasamento a terapia cognitiva. Além disto, apresenta-se a conceituação cognitiva referente ao esquema de desamparo da paciente. Embora Laura não tenha apresentado mudanças significativas na percepção álgica, os sintomas depressivos tiveram uma remissão importante, o que contribuiu para aquisição de comportamentos mais funcionais para manejo da dor, como solicitar ajuda e evitar o esforço físico.

  19. Transtornos mentais e qualidade de vida em crianças e adolescentes com doença renal crônica e em seus cuidadores

    OpenAIRE

    Marciano,Renata Cristiane; Soares,Cristina Maria Bouissou; Diniz,José Silvério Santos; Lima,Eleonora Moreira; Silva,José Maria Penido; Canhestro,Monica Ribeiro; Oliveira,Andrea Gazzinelli; Melo,Carla Duarte; Dias,Cristiane Santos; Correa,Humberto; Oliveira, Eduardo Araujo

    2010-01-01

    A melhoria da atenção médica resultou em um aumento da sobrevida de pacientes pediátricos com doença renal crônica (DRC). Entretanto, as repercussões clínicas e as consequências do tratamento são inúmeras. O objetivo deste estudo foi a realização de uma revisão desta temática, incluindo estudos publicados desde 1980 até a atualidade, que abordam também a influência de outras doenças crônicas na população pediátrica. Foram revisadas as repercussões clínicas e as alterações neurológicas e neuro...

  20. Anestesia em paciente com Distrofia Muscular de Duchenne: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tonelli Deoclécio

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A distrofia muscular de Duchenne é uma afecção recessiva ligada ao cromossomo X, geralmente diagnosticada na infância, acentuando-se progressivamente até agravar a função respiratória. O objetivo deste relato é apresentar um caso de um paciente com distrofia muscular de Duchenne diagnosticada há 2 anos, submetido à postectomia, sob anestesia geral com cetamina S. RELATO DO CASO: Paciente com 9 anos de idade com Distrofia Muscular de Duchenne diagnosticada há 2 anos, submetido à anestesia geral com levo-cetamina (1,5 mg.kg-1, por via venosa, sob ventilação espontânea assistida manualmente por sistema de Baraka (Mapleson A e bloqueio peniano com bupivacaína a 0,5% (25 mg. Foram usados monitores de pressão arterial não invasiva, oximetria de pulso, cardioscopia e temperatura esofagiana. No decorrer da cirurgia, o caso evoluiu sem intercorrências, sendo que no período pós-operatório o paciente apresentou alguns episódios de vômitos sem outras alterações significativas. Permaneceu internado por 24 horas, tendo alta hospitalar assintomático. CONCLUSÕES: A avaliação pré-anestésica cuidadosa, o uso de monitorização adequada e medicações que não predisponham o aparecimento de complicações tornam seguro o procedimento em pacientes portadores de Distrofia Muscular de Duchenne e seu pós-operatório.

  1. Chronic kidney disease: information on southern brazilian patients with kidney disease = Insuficiência renal crônica: conhecendo o paciente nefropata sulbrasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roger Haruki Yamakawa

    2012-10-01

    Full Text Available The profile of patients undergoing haemodialysis in the dialysis unit of Hospital Santa Casa de Maringá, Maringá PR Brazil, is provided. A questionnaire on social and economic data and underlying diseases prior to the Chronic Kidney Disease (CKD identified the patients’ profile. The project was approved by the Ethics Committee of the institution. Eighty-three patients, with 54.21% males, were interviewed. Age bracket ranged between 20 and 59 years in 65.06% of patients. Only 27.71% maintained jobs after the diagnosis and the start of treatment; 63.86% had an average personal income between 1 and 3 minimum wages; 63.85% did not practice any physical activity. Moreover, 53.01% belonged to the European-Brazilian white group; 20.48% to the Afro-Brazilian brown group; 19.28% to the Afro-Brazilian Negro group; 6.02% to other ethnic groups. Further, 85.54% patients reported having an underlying disease prior to the CKD, namely, 61.45% were hypertensive; 31.33% were diabetics and 20.48% had other diseases. Results show the need of a greater attention to these patients’ health care to reduce the negative impacts related to the chronic disease focused.Este estudo teve como objetivo identificar o perfil dos pacientes em tratamento hemodialítico do setor de diálise do Hospital Santa Casa de Maringá - Paraná, Brasil. Para a identificação do perfil destes pacientes foi utilizado um questionário contendo questões que abrangem dados socioeconômicos e doenças de base anteriores à Insuficiência Renal Crônica (IRC. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição. Entre os 83 pacientes entrevistados, 54,21% eram do sexo masculino. A faixa etária variou de 20 a 59 anos para 65,06% dos pacientes. Somente 27,71% continuaram trabalhando após o diagnóstico e início do tratamento. A renda pessoal média ficou entre um e três salários mínimos para 63,86% dos indivíduos. A atividade física está ausente em 63

  2. Perda auditiva sensorioneural em pacientes com acromegalia em tratamento Sensorineural hearing loss in acromegalic patients under treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Alexandre Carvalho

    2012-08-01

    Full Text Available Acromegalia é uma doença endócrina rara. Poucos estudos avaliaram sua associação com deficiência auditiva (DA e os resultados são conflitantes. OBJETIVOS: Avaliar a prevalência e características da DA em um grupo de pacientes com acromegalia em tratamento. Analisar a transmissão auditiva central e periférica. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal. Um grupo de 34 pacientes com acromegalia submeteu-se à avaliação metabólica, audiometria tonal e potenciais evocados auditivos de tronco encefálico (PEATE. Considerou-se DA quando a média dos tons puros foi > 25 DBNA para baixas frequências (250, 500, 1000 e 2000 Hz ou altas frequências (3000, 4000, 6000 e 8000 Hz. Os pacientes foram divididos em grupo A (com DA e B (sem DA. RESULTADOS: Doze pacientes (35,3% mostraram DA sensorioneural (grupo A, sendo oito bilateral e quatro unilateral. Nenhum apresentou DA mista ou condutiva. A prevalência de diabetes/intolerância à glicose de jejum foi similar entre os grupos. As frequências de 3000, 4000, 6000 e 8000 Hz foram as mais afetadas e com padrão similar em ambos os lados. CONCLUSÃO: DA sensorioneural esteve presente em 35,3% dos casos. Não foram notadas diferenças clínicas ou metabólicas significativas entre os grupos, bem como na transmissão neural auditiva periférica e central.Acromegaly is a rare endocrine disease. Few studies have evaluated its association with hearing loss (HL and the results are conflicting. AIM: To evaluate the prevalence and features of HL in a group of patients being treated for acromegaly. To analyze peripheral and central auditory transmission. METHODS: Cross-sectional study. A group of 34 patients with acromegaly were submitted to metabolic evaluation, tonal audiometry and brainstem auditory evoked potentials. HL was considered when pure tone average was > 25 DBHL for low frequencies (250, 500, 1000 and 2000 Hz or high frequencies (3000, 4000, 6000 and 8000 Hz. The patients were divided in group

  3. Púrpura em paciente com estrongiloidíase disseminada Purpura in patient with disseminated strongiloidiasis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano C. Ribeiro

    2005-05-01

    Full Text Available A infecção pelo Strongyloides stercoralis em associação com imunosupressão pode manifestar-se com lesões em múltiplos órgãos e sistemas, caracterizando a forma disseminada da doença. Lesões cutâneas não são freqüentemente relatadas e, se presentes, manifestam-se como rash e petéquias. Púrpuras bem definidas são pouco descritas. No presente trabalho é descrito um caso de estrongiloidíase disseminada, com acometimento cutâneo em forma de púrpura, que se desenvolveu em um paciente timectomizado e usuário crônico de corticosteróide devido à miastenia gravis.The association of systemic corticosteroid therapy and dissemination of Strongyloides stercoralis has been increasingly documented in the literature. Skin involvement in disseminated strongyloidiasis has been reported and the most commonly described cutaneous manifestations are rash and petechial eruptions. We present a case of an immunosuppressed man that developed disseminated strongyloidiasis with extensive purpura.

  4. Evolução da função renal de pacientes portadores do Vírus da Imunodeficiência Humana/ Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Evolución de la función renal de pacientes portadores del Virus de la Inmunodeficiencia Humana/ Síndrome de la Inmunodeficiencia Adquirida Renal function in patients with Human Immunodeficiency Virus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniane Bornea Friedl

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a evolução da função renal em pacientes portadores do Vírus da Imunodeficiência Humana que iniciaram acompanhamento no Centro de Controle de Doenças Infecciosas do Hospital São Paulo/ Universidade Federal de São Paulo. MÉTODOS: Estudo retrospectivo realizado através da análise de 200 prontuários selecionados de forma aleatória. RESULTADOS: Perfil predominante masculino, cor branca, idade média de 45 anos, mais de 50 meses de diagnóstico, co-morbidades adquiridas variando de zero a nove doenças, creatinina média de 0,93mg/dl e a grande maioria realizando tratamento medicamentoso. CONCLUSÃO: O grupo analisado não mostrou alteração significativa em relação à função renal entre a primeira e a última consulta.OBJETIVO: Evaluar la evolución de la función renal en pacientes portadores del Virus de la Inmunodeficiencia Humana que iniciaron acompañamiento en el Centro de Control de Enfermedades Infecciosas del Hospital Sao Paulo/ Universidad Federal de Sao Paulo. MÉTODOS: Estudio retrospectivo realizado a través del análisis de 200 historias clínicas seleccionadas de forma aleatoria. RESULTADOS: Perfil predominante masculino, raza blanca, edad promedio de 45 años, más de 50 meses de diagnóstico, comorbidades adquiridas variando de cero a nueve enfermedades, creatinina promedio de 0,93mg/dl y la gran mayoría realizando tratamiento medicamentoso. CONCLUSIÓN: El grupo analizado no mostró alteración significativa en relación a la función renal entre la primera y la última consulta.OBJECTIVE: To evaluate the renal function in patients with Human Immunodeficiency Virus who were attending the Center for Infectious Diseases Control of the São Paulo Hospital of the Federal University of São Paulo. METHODS: This retrospective study consisted of the review of 200 randomly selected medical records. RESULTS: Patients were predominant white males with a mean age of 45 years. They had been diagnosed with

  5. Avaliação da suscetibilidade à varicela no paciente pediátrico portador de insuficiência renal crônica Evaluation of chickenpox susceptibility in children with chronic renal failure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro Roberto Baldacci

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a suscetibilidade natural à varicela de crianças e adolescentes portadores de insuficiência renal crônica (IRC. MÉTODOS: Estudo transversal de 83 pacientes com idade acima de 18 meses e inferior a 18 anos, durante 2000 e 2001, com ritmo de filtração glomerular (RFG abaixo de 70mL/min/1,73m², portando cartão vacinal preconizado pela Fundação Nacional de Saúde e que não receberam nenhuma dose da vacina específica. Do total, três pacientes (3/83 foram excluídos, por terem recebido doses da vacina por meio de órgãos não governamentais. A sorologia foi realizada pelo método Enzyme-Linked Immuno Sorbent Assay, considerando-se títulos sorológicos protetores acima de 100mUA/mL. RESULTADOS: Os pacientes renais crônicos tinham idade mediana de 11 anos, 66% eram masculinos, 60% procedentes do próprio município de São Paulo, com RFG médio de 33,6mL/min/1,73m². O diagnóstico clínico de varicela por profissional médico ocorreu em 39 pacientes; destes, 10% se mostraram soronegativos. Dos 80 pacientes restantes, 21 (26% apresentaram títulos não protetores para varicela. A prevalência de suscetibilidade em menores de seis anos foi 7,93 (IC95%=3,29-19,12 vezes superior à de maiores de seis anos. CONCLUSÕES: Houve diminuição da suscetibilidade à varicela com a idade. Pacientes abaixo de seis anos foram cerca de oito vezes mais suscetíveis à varicela que os renais crônicos com idade mais avançada e duas vezes mais suscetíveis do que a população pediátrica brasileira de mesma idade.OBJECTIVE: To evaluate the immune response to chickenpox natural infection in pediatric patients with chronic renal insufficiency. METHODS: This cross-sectional study enrolled 83 patients between 18 months and 18 years old, with glomerular filtration rate below 70mL/min/1.73m², during the years 2000 and 2001, who did not received specific immunization according to official documentation. Three patients (3/83 had been

  6. Fatores associados à qualidade de vida de pacientes incidentes em diálise peritoneal no Brasil (BRAZPD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiane Rossi dos Santos Grincenkov

    2011-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O número de pacientes em diálise peritoneal (DP no Brasil é significativo, havendo maior prevalência de diabéticos e idosos neste grupo do que no grupo em hemodiálise. Esses dados apontam para um viés de seleção nessa população. Objetivo: Avaliar a qualidade de vida (QdV na admissão de pacientes em diálise peritoneal no Brasil. MÉTODOS: Avaliados 6.198 pacientes participantes de um estudo de coorte prospectivo multicêntrico, utilizando-se os dados do BRAZPD. A avaliação da QdV foi realizada segundo o índice de Karnofsky (avaliação da QdV pelo profissional de saúde e segundo o SF-36 (autoavaliação pelo paciente em 1.624 pacientes incidentes. RESULTADOS: Entre os pacientes analisados, 40% eram diabéticos e 47% eram idosos (acima de 60 anos. Os pacientes apresentaram baixos escores de QdV em todos os aspectos do SF-36, sendo o domínio "aspectos físicos" o mais prejudicado. O domínio que apresentou melhor escore foi "aspecto social". Por outro lado, segundo o índice de Karnofsky, a maior parte dos pacientes possuía altos escores de QdV. Idosos e diabéticos apresentaram qualidade de vida inferior quando comparados aos não idosos e não diabéticos através da avaliação pelo SF-36 e pelo Karnofsky. CONCLUSÃO: Na avaliação geral pelo SF-36 observou-se redução da qualidade de vida. A avaliação pelo Karnofsky apresentou melhor performance comparado ao SF-36 na avaliação geral da qualidade de vida, sendo encontrados resultados semelhantes entre os dois instrumentos no que diz respeitos aos subgrupos avaliados, onde os grupos que apresentaram pior QdV foram pacientes diabéticos e idosos em ambas as avaliações.

  7. Perfil lipídico em pacientes adultos com artrite idiopática juvenil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thelma Larocca Skare

    2013-08-01

    Full Text Available O processo inflamatório articular de uma criança com artrite idiopática juvenil (AIJ pode persistir na vida adulta. A inflamação tem sido ligada a distorções do perfil lipídico e à aterogênese acelerada. Neste trabalho, estudou-se o perfil lipídico de indivíduos adultos com AIJ, comparando-o ao de pessoas saudáveis. Foram recrutados 54 adultos com AIJ (57,3% poliarticular, 37% oligoarticular, 1,9% do subtipo entesítica e 3,7% do subtipo sistêmica e 54 indivíduos saudáveis para comparação de perfil lipídico. Nos adultos AIJ, coletaram-se dados sobre sexo, idade e idade de início da doença, presença de fator reumatoide (FR e fator antinuclear (FAN, HAQ (Health Assessment Questionnaire e tempo de doença. Observou-se que hipercolesterolemia, aumento de LDL e diminuição de HDL foram mais comuns em pacientes com AIJ do que nos controles (com P = 0,016; P < 0,0001 e P = 0,0008, respectivamente. Alterações no colesterol total (CT e no LDL foram mais comuns em indivíduos com início de doença mais tardio (P = 0,0017 para CT e P = 0,023 para LDL. Em todo o grupo de pacientes com AIJ nenhuma outra variável pode ser ligada à dislipidemia tal como presença de FR, FAN, duração de doença e HAQ (P = ns. Concluiu-se que pacientes adultos com AIJ apresentam um perfil lipídico com aumento de CT e de LDL, e diminuição de HDL em relação aos controles. Nenhuma característica clínica pode ser ligada a essa alteração, exceto idade de início da doença.

  8. Cultura e clima organizacional para segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaiana Helena Roma Santiago

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Avaliar a percepção dos profissionais de saúde sobre o clima e a cultura de segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva (UTI e a relação entre os instrumentos Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC e o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ. Método Estudo transversal realizado em hospital de ensino no interior do estado de São Paulo, Brasil, em março/abril de 2014. Aplicaram-se o HSOPSC, o SAQ e um instrumento para levantamento das informações sociodemográficas e profissionais aos funcionários das UTI adulto, pediátrica e neonatal. A análise utilizou a estatística descritiva. Resultados As escalas apresentaram boa confiabilidade. Maiores fragilidades para a segurança do paciente foram observadas nos domínios “condições de trabalho” e “percepções da gerência” do SAQ e “resposta não punitiva aos erros” do HSOPSC. As fortalezas no SAQ foram o “clima de trabalho em equipe” e a “satisfação no trabalho” e para o HSOPSC “expectativas e ações de promoção de segurança supervisores/gerentes” e “aprendizado organizacional e melhoria mútua”. Na UTI Neonatal houve maior satisfação no trabalho do que nas demais UTI. A UTI Adulto apresentou menores pontuações para a maioria dos domínios do SAQ e HSOPSC. A correlação entre as escalas foi de força moderada (r=0,66. Conclusão Há diferenças de percepções quanto à segurança do paciente entre as UTI, o que corrobora com a existência de microculturas locais. O estudo não demonstra que o SAQ e o HSOPSC sejam equivalentes.

  9. Associação entre marcadores de inflamação e aumento do átrio esquerdo em pacientes de hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvio Henrique Barberato

    2013-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Em indivíduos com doença renal crônica e doença cardiovascular (DCV concomitante, apontou-se relação entre o volume do átrio esquerdo (AE e os níveis séricos de proteína C reativa (PCR. OBJETIVO: Verificar a presença de associações entre inflamação sistêmica e dilatação do AE em pacientes de hemodiálise (HD sem DCV clinicamente manifesta. MÉTODOS: Estudo observacional transversal em população sob HD (> 3 meses, excluindo-se pacientes com afecções inflamatórias crônicas ou agudas (infecções, neoplasias, doenças autoimunes instabilidade hemodinâmica, uso de drogas anti-inflamatórias, hiperparatireoidismo, arritmias, valvopatia mitral e evento cardiovascular (CV prévio. Dosagens de PCR e interleucina 6 (IL-6, e ecodopplercardiograma foram obtidos. Coeficientes de correlação foram determinados para avaliar as associações entre as variáveis. RESULTADOS: Incluídos 58 pacientes (28 homens, idade 55 ± 15 anos, sob HD há 24 ± 16 meses, 45% hipertensos, 26% diabéticos, com medianas de PCR 5,1 mg/dl e IL-6 6,1 pg/dl. A PCR correlacionou-se significativamente com dimensão do AE (p = 0,040, volume indexado do AE (VIAE, p = 0,02 e onda E do fluxo mitral (p = 0,014. A IL-6, apesar da forte associação com a PCR (r = 0,75, p < 0,001, não se correlacionou com índices ecocardiográficos. Indivíduos no quartil superior da PCR tiveram VIAE significativamente maior do que os demais (42 ± 17 versus 32 ± 11 ml/m², p = 0,015. CONCLUSÕES: Em indivíduos sob HD sem evento CV prévio, houve associação entre elevação da PCR e aumento do AE. Os achados sugerem uma ligação entre processos fisiopatológicos relacionados à dilatação atrial esquerda e o estado inflamatório sistêmico de pacientes sob HD.

  10. Prevalência de flebites em pacientes adultos internados em hospital universitário

    OpenAIRE

    Angela Elisa Breda Rodrigues de Souza; João Lucas Campos de Oliveira; Denise Costa Dias; Anair Lazzari Nicola

    2015-01-01

    identificar la prevalencia de flebitis, relacionada con variables demográficas y clínicas, en la terapia intravenosa periférica, en pacientes adultos ingresados en hospital universitario de Paraná, PR, Brasil. Método: investigación observacional, transversal/prospectiva, cuantitativa, realizada en tres unidades del hospital. La recolección de datos se llevó a cabo de octubre de 2012 a agosto de 2013, usándose formulario para extraer variables demográficas y clínicas preestablecidas. Para anál...

  11. Efeitos negativos da insuficiência renal crônica sobre a função pulmonar e a capacidade funcional

    OpenAIRE

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a função pulmonar e a capacidade funcional em pacientes com insuficiência renal crônica (IRC) em hemodiálise e em pacientes após transplante renal. MÉTODOS: Foram avaliados 72 indivíduos, sendo 32 pacientes com IRC em hemodiálise (GD) há mais de 6 meses, 10 pacientes transplantados renais (GT) há, pelo menos, 6 meses e 30 sujeitos saudáveis para grupo controle (GC). Todos os grupos foram avaliados utilizando espirometria, pressões inspiratória (PImax) e expiratória (PEmax) m...

  12. Adhesión de los pacientes con insuficiencia renal crónica a la dieta

    OpenAIRE

    Anes, Eugénia; Vicente Castro, Florencio

    2011-01-01

    Este estudio, describe y evalúa la adhesión a la dieta en pacientes con insuficiencia renal crónica en diálisis. Se trata de un trabajo no-experimental, analítico y transversal desarrollado en una muestra de 263 pacientes en diálisis en el Noreste Transmontano en Portugal. Se utilizó una medida específica de la adhesión a la dieta, RAAQ. De los participantes, la mayoría son hombres (58,9%), el 64,3% están casadas, viven solos el 16%, y el 86,7% están jubilados y tienen un nivel de...

  13. Adhesión de los pacientes con insuficiencia renal crónica a la dieta

    OpenAIRE

    Anes, Eugénia; Vicente Castro, Florencio

    2011-01-01

    Este estudio, describe y evalúa la adhesión a la dieta en pacientes con insuficiencia renal crónica en diálisis. Se trata de un trabajo no-experimental, analítico y transversal desarrollado en una muestra de 263 pacientes en diálisis en el Noreste Transmontano en Portugal. Se utilizó una medida específica de la adhesión a la dieta, RAAQ. De los participantes, la mayoría son hombres (58,9%), el 64,3% están casadas, viven solos el 16%, y el 86,7% están jubilados y tienen un nivel de...

  14. Avaliação angular do equilíbrio sagital em pacientes obesos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alynson Larocca Kulcheski

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Tendo em vista a pouca quantidade de informações a respeito das alterações degenerativas e patológicas da coluna vertebral realizou-se este estudo com objetivo de avaliar e quantificar os valores angulares do equilíbrio sagital na população obesa. MÉTODOS: Foram medidos os ângulos de incidência pélvica (IP, versão pélvica (VP e declive sacral (DS. RESULTADOS: Foram avaliados 30 pacientes, sendo 19 do sexo feminino e 11 do sexo masculino, no ano de 2012 que aguardavam realização de cirurgia bariátrica. A média de idade foi de 33 anos. O IMC médio foi de 41 kg/m², sendo que o valor médio para os homens foi de 43 kg/m² e das mulheres 39 kg/m². O IP médio foi de 57°. O VP foi de 19°. O DS foi de 38°. O valor da incidência pélvica e da versão pélvica ficou em média acima do encontrado na população com índice de massa corporal normal. Já o valor do declive sacral encontra-se na média da população. CONCLUSÕES: Cada vez mais o equilíbrio sagital vem ganhando espaço na avaliação da coluna vertebral. Faz-se necessário literatura mais vasta e aumento do conhecimento médico das patologias e comorbidades que podem alterar o equilíbrio sagital em seus pacientes, como a obesidade.

  15. Prevalência de psoríase em estudo de 261 pacientes com vitiligo Prevalence of psoriasis in a study of 261 patients with vitiligo

    OpenAIRE

    2005-01-01

    FUNDAMENTOS: O estudo da associação de psoríase e vitiligo é necessário em razão das prováveis origens imunológicas dessas enfermidades e da proximidade de loci encontrados no cromossomo 1p31. OBJETIVO: O propósito principal foi determinar a prevalência de psoríase em pacientes com vitiligo em amostra de 740 pacientes submetidos à fototerapia em Curitiba, PR e descrever suas características clínicas. MÉTODOS: Dos 740, foram estudados retrospectivamente 261 pacientes com diagnóstico de vitilig...

  16. Doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos: achados neuropatológicos em 47 casos

    OpenAIRE

    2001-01-01

    As doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos são pouco estudadas na literatura latino americana, principalmente no que tange aos achados neuropatológicos. Analisamos 47 encéfalos provenientes de necrópsias completas realizadas no período de 1987 a 1997 selecionados com base na faixa etária e alteração neuropatológica básica envolvendo fenômenos vasculares. Destes 47 casos analisados, 26 eram (55,3%) do sexo feminino. Quanto à distribuição etária, 12,8% (n=06) acometeram pacien...

  17. Níveis de PCR são maiores em pacientes com síndrome coronariana aguda e supradesnivelamento do segmento ST do que em pacientes sem supradesnivelamento do segmento ST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Syed Shahid Habib

    2011-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Há grande interesse no uso de proteína C-reativa de alta sensibilidade (PCR-as para avaliação de risco. Altos níveis de PCR-as no início da síndrome coronária aguda (SCA, antes da necrose tecidual, pode ser um marcador substituto para comorbidades cardiovasculares. OBJETIVO: Dessa forma, nosso objetivo foi estudar diferentes medidas de seguimento de níveis de PCR-as em pacientes com SCA e comparar as diferenças entre infarto do miocárdio sem elevação do segmento ST (NSTEMI com pacientes apresentando elevação do segmento ST (STEMI. MÉTODOS: Este é um estudo observacional. Dos 89 pacientes recrutados, 60 apresentavam infarto agudo do miocárdio (IAM. Três níveis seriados de PCR-us, a nível basal na hospitalização antes de 12 horas após inicio dos sintomas, níveis de pico 36-48 horas após hospitalização e níveis de acompanhamento após 4 a 6 semanas foram analisados e comparados entre pacientes com (IAMCSST e sem supradesnivelamento do segmento ST (IAMSSST. RESULTADOS: Pacientes com IAMCSST tinham IMC significantemente mais alta quando comparados com pacientes IAMSSST. Os níveis de creatino quinase fração MB (CK-MB e aspartato aminotransferase (AST eram significantemente mais altos em pacientes com IAMCSST quando comparados com pacientes com IAMSSST (p<0,05. Os níveis de PCR a nível basal e no acompanhamento não diferiram de forma significante entre os dois grupos (p=0,2152 e p=0,4686 respectivamente. Houve uma diferença significante nos níveis de pico de PCR entre os dois grupos. No grupo de pacientes com IAMCSST os níveis foram significantemente mais altos quando comparados aos pacientes com IAMSSST (p=0,0464. CONCLUSÃO: Pacientes com IAMCSST apresentam picos significantemente mais elevados de PCR quando comparados a pacientes IAMSSST. Esses dados sugerem que o processo inflamatório tem um papel independente na patogênese do infarto do miocárdio. Dessa forma, os níveis de PCR podem ajudar na

  18. Privacidade em unidades de terapia intensiva: direitos do paciente e implicações para a enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Baggio

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi compreender as experiências vivenciadas pelos profissionais da enfermagem sobre a privacidade do paciente internado em UTI e suas implicações. Este estudo qualitativo, mediante análise de conteúdo, originou as categorias: Expondo o corpo e a intimidade dos pacientes: atitudes e ações dos profissionais; A intimidade: dificuldades vividas pelos profissionais e reações dos pacientes; Desproteção da intimidade do paciente: contradições que emergem da prática. Os resultados apontam a necessidade dos profissionais repensarem o seu fazer em relação à proteção da privacidade do paciente, por meio de atos/atitudes que transmitam segurança nas ações do cuidado. A preservação da privacidade é direito do paciente e compromisso ético do profissional, conferindo dignidade às pessoas no processo de cuidado na UTI

  19. Expressão intra-renal dos RNA mensageiros de proteínas associadas ao podócito e de fatores pro fibróticos em glomerulopatias primárias e secundárias

    OpenAIRE

    Maysa Lucena de Souza

    2015-01-01

    Introdução: A podocitopenia e a podocitúria são marcadores de injúria glomerular em podocitopatias (POD) e glomerulonefrites proliferativas (GNsP), e mesmo em fases iniciais destas doenças mecanismos pró-fibróticos indutores de glomeruloesclerose e fibrose renal progressiva estão ativados. Objetivo: Avaliar pacientes portadores de glomerulopatias biopsiados em diferentes tempos de evolução clínica, correlacionando lesões morfológicas dos compartimentos glomerular e túbulo-intersticial com a e...

  20. Responsividade paratireoideana à hipocalcemia após paratireoidectomia total com autoimplante em portadores de hiperparatireoidismo associado à doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Dreyer

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo Introdução: O hiperparatireoidismo é uma complicação frequente da doença renal crônica (DRC. A paratireoidectomia (PTX total com autotransplante (AT de tecido paratireoideano é uma opção terapêutica para os indivíduos que não respondem ao manejo clínico. Objetivo: Avaliar a resposta do tecido paratireoideano enxertado durante hipocalcemia induzida em pacientes portadores de DRC submetidos à PTX total com AT. Métodos: Dezoito pacientes portadores de hiperparatiroidismo associado à DRC foram submetidos à PTX total com AT de tecido paratireoideano selecionado por estereomicroscopia entre Abril e Outubro de 2008 em nosso serviço. Onze indivíduos (oito com transplante renal funcionante, 2 em diálise peritoneal e 1 em hemodiálise apresentavam boa condição clínica e foram elegíveis para o teste. Induziu-se hipocalcemia por infusão de bicarbonato de sódio em 5 controles normais e nos pacientes 6-12 meses após a PTX. Resultados: A hipocalcemia determinou um aumento importante dos níveis de PTH intacto (iPTH no grupo controle 4 minutos após a infusão de bicarbonato. Nos pacientes, houve uma redução significativa do cálcio ionizado [de 1,17 ± 0,12 para 1,09 ± 0,11 (media ± EP mmol/L] no 4º minuto (p < 0,001 ilustrando o nadir do teste. No 10º minuto não houve elevação do cálcio ionizado comparado ao 4º minuto (p = 0,451. Os níveis de iPTH foram de 34,8 ± 18,6 para 34,1 ± 18,8 pg/mL (valor basal semelhante ao 4º minuto p = 0,087 e se mantiveram no 10º minuto (33,3 ± 19,6 pg/mL p = 0,693. Conclusão: Em pacientes portadores de DRC testados 6-12 meses depois da cirurgia, o enxerto de tecido paratireoideano revelou incapacidade de resposta à hipocalcemia induzida por bicarbonato sem mudança dos níveis de iPTH.

  1. Pancreatite aguda grave: resultados do tratamento cirúrgico em 68 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olívio Louro Costa

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os resultados do tratamento cirúrgico das formas necrosantes, ou graves, da pancreatite aguda e da forma crônica agudizada. MÉTODO: Foi preenchido um protocolo, de modo consecutivo e prospectivo, de 68 pacientes operados por pancreatite aguda grave e crônica agudizada, no período de 1982 a 2000. Os pacientes foram classificados em três categorias: 1. Pancreatite aguda biliar; 2. Pancreatite aguda de causa indeterminada; 3. Pancreatite crônica agudizada. RESULTADOS: As indicações para o tratamento cirúrgico foram: diagnóstico incerto (32,3%; necrose infectada (60,3% e para necrosectomia (7,4%. As operações realizadas foram: desbridamento de necrose infectada(70,6%; operações sobre as vias biliares (20,6% e desbridamento de grandes necroses (7,4%. Os óbitos hospitalares incidentes, por categoria foram: 1. Pancreatite aguda biliar (33,3%; 2. Pancreatite aguda indeterminada (45,0%; 3. Pancreatite crônica agudizada (37,0%. A média de óbitos foi de 38,2%. Vinte e cinco pacientes foram reoperados, uma ou várias vezes, e nestes a mortalidade foi de 40,0%. Os abscessos foram responsáveis por 52,0% dos óbitos e as outras complicações que resultaram em óbitos, sempre evoluiram para infecção. CONCLUSÕES: Ocorreu um alto índice de operações por diagnóstico incerto. Esta indicação deve se restringir aos casos onde não seja possível o diagnóstico diferencial com certas causas de abdome agudo. As indicações para tratar precocemente a litíase biliar devem ser evitadas ou reduzidas a situações específicas. As reoperações são freqüentemente indicadas nesses pacientes e a infecção foi a principal causa de morte.

  2. Anestesia em paciente com Síndrome de Jó (hiper IgE: Relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antônio Cardoso de Resende

    2011-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome de Jó (SJ é imunodeficiência rara, uma das formas de apresentação da Síndrome hiper IgE. O quadro clínico compreende abscessos cutâneos, pneumonias de repetição, pneumatoceles, eosinofilia, hiperimunoglobulinemia E (> 2.000 UI.mL-1, alterações craniofaciais e de crescimento ósseo. O relato descreve a doença e seu manuseio anestésico. RELATO DO CASO: Paciente masculino, negro, 13 anos, 40 kg, ASA II, com Síndrome de Jó diagnosticada aos 6 meses. Foi admitido para realização de alongamento de fêmur direito. Negava uso de medicamentos e não tinha antecedentes cirúrgicos, boa mobilidade cervical, distância interincisivos superior a 3 cm, Mallampati II e sem sinais de infecção. Os exames pré-operatórios eram normais. Foi monitorado com eletrocardioscópio, SpO2, PANI e P ET CO2. Após pré-oxigenação, realizou-se indução de anestesia geral venosa e manutenção com sevoflurano. Ao término do procedimento, o paciente foi extubado após reversão do bloqueio neuromuscular e encaminhado para a sala de RPA com Aldrete 9. Teve alta hospitalar após 72 horas, sem complicações. CONCLUSÕES: A opção da técnica anestésica é orientada pela observação criteriosa entre os riscos e benefícios específicos para cada paciente, de acordo com as sequelas respiratórias e o risco de infecção e sítio cirúrgico. No paciente em questão, havia a consideração de que a anestesia em neuroeixo poderia representar, pela predisposição de base imunológica, risco aumentado de infecções graves. O presente caso foi realizado de forma segura com anestesia geral.

  3. Microbiota conjuntival em pacientes com alergia ocular Conjunctival microbiota in patients with ocular allergy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Mattoso Libório

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de microbiota aeróbia da conjuntiva de portadores de alergia ocular e comparar a um grupo controle. MÉTODOS: Foram examinados 133 pacientes no período de abril a junho de 2001 divididos em 2 grupos. O grupo A foi composto de 63 portadores de conjuntivite alérgica (sem uso de medicação e o grupo B de 70 pacientes do ambulatório geral (controle. Foram coletadas amostras do fundo de saco conjuntival do olho direito de todos os pacientes e o material foi semeado em meios sólidos de cultura (ágar sangue, chocolate e Sabouraud. RESULTADOS: No grupo A, 30 culturas (47,7% foram positivas e no grupo B, 6 (8,6%. Sete bactérias foram isoladas no grupo A e 4 no B. A análise estatística revelou associação significante entre a positividade dos cultivos e conjuntivite alérgica. CONCLUSÃO: Microbiota bacteriana foi mais freqüentemente encontrada nos pacientes com alergia ocular.PURPOSE: To evaluate de presence of conjunctival aerobic microbiota in patients with ocular allergy as compared to a control group. METHODS: One hundred and thirty-three patients were evaluated from April to June 2001 and divided into 2 groups. Sixty-three patients with allergic conjunctivitis (without medication were in group A and 70 patients from the general outpatient clinic were in group B (control group. Samples from the conjunctival sac of the right eye were collected and cultured in solid media (blood, chocolate and Sabouraud agar. RESULTS: In group A, 30 cultures (47.7% were positive and 6 (8.6% in group B. Seven bacteria were isolated from group A and 4 from group B. Statistical analysis revealed significant association between positive cultures and allergic conjunctivitis. CONCLUSION: Bacterial microbiota was more frequently found in patients with ocular allergy.

  4. Co-infecção por HPV em paciente HIV positivo: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Borges Coscia

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: O Brasil presencia aumento de doenças sexualmente transmissíveis, como a AIDS, favorecendo a correlação do vírus da imunodeficiência humana (HIV com o papiloma vírus humano (HPV, pois os fatores de risco são similares. A relevância para a co-infecção se faz pela imunossupressão do HIV, possibilitando a infecção e a rápida evolução das lesões cervicais. Porém estudos indicam que pacientes soropositivas tratadas com a terapia antirretroviral de alta atividade apresentam história natural semelhante às mulheres soronegativas. O rastreamento segundo as Diretrizes Americanas e Brasileiras tem mesma recomendação: o citopatológico deve ser realizado em HIV-positivas após o início da vida sexual, semestralmente no primeiro ano e, se normais, anualmente. No entanto as Diretrizes Americanas indicam a realização de citologia e colposcopia a cada 6 meses em pacientes com CD4 < 200 células/mm. Descrição de Caso: E.P.S, feminino, 29 anos, HIV +, em uso de terapia antirretroviral. Foi encaminhada ao serviço por colpocitologia compatível com Lesão Intra Epitelial de Baixo Grau e biópsia compatível com NIC II, sendo indicado a conização para excisão e diagnóstico da lesão. Foi realizada Cirurgia de Alta Frequência (CAF. Houve a retirada de cone de colo uterino de dimensões 3,0x2,3x0,9cm. O anatomopatológico indicou: Lesão Intra Epitelial Cervical de Alto Grau (BETHESDA com presença de margens livres. Discussão: A conduta da unidade primária está de acordo com as diretrizes brasileiras, que diz: em mulheres imunossuprimidas, qualquer anormalidade citológica deve ser realizada a colposcopia. A terapêutica para a NIC II é a conização. Um estudo mostra que o cone poderá variar de 10 a 14mm considerando-se percentuais de chance de margens livres de 84% a 97%, respectivamente. Na CAF realizada, o cone mediu 9 mm. A recorrência/ persistência de NIC ocorre mais frequentemente em mulheres com margens

  5. Caso clínico: reabilitação oral em paciente geriátrico

    OpenAIRE

    Solovyova, Yuliya

    2016-01-01

    Dissertação para obtenção do grau de Mestre no Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz O tratamento e