WorldWideScience

Sample records for raqui-peridural em paciente

  1. Comparação entre raquianestesia, bloqueio combinado raqui-peridural e raquianestesia contínua para cirurgias de quadril em pacientes idosos: estudo retrospectivo Comparación entre raquianestesia, bloqueo combinado raqui-peridural y raquianestesia continua para cirugías de cuadril en pacientes ancianos: estudio retrospectivo Comparison between spinal, combined spinal-epidural and continuous spinal anesthesias for hip surgeries in elderly patients: a retrospective study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Eduardo Imbelloni

    2002-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Diversas questões envolvem os estudos, as análises e o tamanho da amostra para que sejam demonstrados os benefícios da anestesia regional. Análise de dados geralmente custa menos e requer menos tempo quando comparado com amplo estudo aleatório controlado. Esta análise retrospectiva compara a raquianestesia contínua, o bloqueio combinado raqui-peridural e a raquianestesia simples para cirurgias de quadril em pacientes idosos durante quatro anos, para determinar as possíveis vantagens e desvantagens das três técnicas. MÉTODO: Foram avaliados 300 prontuários sendo que: 100 pacientes receberam raquianestesia simples (Grupo 1, 100 receberam bloqueio combinado raqui-peridural (Grupo 2 e 100 receberam raquianestesia contínua (Grupo 3 nos últimos quatro anos. Todos os bloqueios foram realizados em decúbito lateral esquerdo. Foram avaliados: sucesso de punção, nível da analgesia, bloqueio motor de membros inferiores, qualidade da anestesia, necessidade de complementação, incidência de falhas, parestesias, cefaléia pós-punção, alterações cardiovasculares, confusão mental e delírio, transfusão sangüínea e mortalidade. RESULTADOS: Não existiu diferença significativa entre os grupos em relação a idade, peso e sexo. Os pacientes do grupo 2 foram menores do que os do grupo 1 e 3. As doses utilizadas foram de 15,30 mg de bupivacaína no grupo 1; 23,68 mg no grupo 2 e 10,10 mg no grupo 3. Não foi encontrada diferença significativa (p JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Diversas cuestiones envuelven los estudios, las análisis y el tamaño de la muestra para que sean demostrados los beneficios de la anestesia regional. Las análisis de datos generalmente cuestan menos y requieren menos tiempo, cuando comparado con un amplio estudio aleatorio controlado. Esta análisis retrospectiva compara la raquianestesia continua, el bloqueo combinado raqui-peridural y la raquianestesia simple para cirugías de cuadril en

  2. Incidência de infecção em pacientes com cateter peridural tunelizado Incidencia de infección en pacientes con cateter peridural tunelizado Infection incidence in patients with tunneled peridural catheter

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecilia Iksilara

    2005-04-01

    Full Text Available O cateter peridural tunelizado como via de administração de opiáceos vem sendo utilizado desde o início de 1980. Pacientes com dor crônica, que não obtêm alívio com medicamentos por outras vias, são muito beneficiados com infusão de opiáceo associado a um anestésico local por via peridural. Entretanto, ainda existem dúvidas sobre a eficácia do método, no manuseio e, conseqüentemente, quanto ao risco de infecção e outras complicações. Sendo a equipe de enfermagem fundamental para efetivar o tratamento para o alívio da dor, esse estudo propõe demonstrar como manter a técnica segura. Foram acompanhados 27 pacientes com dor crônica entre 2002 e 2004, que utilizaram o cateter peridural por 18 dias em média, implantados em nível torácico ou lombar. Não houve complicações como abcesso peridural, meningite ou hematoma peridural. A satisfação dos pacientes quanto a analgesia foi evidente.El cateter peridural tunelizado, como via de administración de opióides, es utilizado desde el comienzo de 1980. Pacientes con dolor crónico, que no tienen alivio con medicamentos por otras vias, son muy beneficiados con la administración de opióides, asociados a un anestésico local por via peridural. Sin embargo, aún existen dudas sobre la eficacia del método, en el manejo y, como consecuencia, en el riesgo de infección y otras complicaciones. Siendo el equipo de enfermería fundamental para ejecutar el tratamiento para alivio del dolor, esto estudio se propone a presentar como mantener la técnica segura. Vinte y siete pacientes con dolor crónica, entre 2002 a 2004, que utilizarón el cateter peridural por 18 dias en media, fuerón seguidos. Los cateteres fuerón implantados al nivele toracico o lumbar. No se presentaran complicaciones como absceso peridural, meningitis o hematoma peridural. La satisfacción de los pacientes quanto analgesia fué evidente.The tunneled epidural catheter as an administration access for opiates

  3. Incidência de tremor em anestesia peridural com ou sem fentanil: estudo comparativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abreu Múcio Paranhos de

    2004-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A maioria dos trabalhos encontrados na literatura, relacionando a influência dos opióides administrados por via peridural com o tremor intra e pós-operatório, foram realizados com grupos de pacientes obstétricas, nas quais a resposta do centro termorregulador pode ser diferente das pacientes não grávidas. O objetivo deste trabalho foi comparar o bloqueio peridural com e sem fentanil, quanto à incidência de tremores e outras complicações no intra e pós-operatório em pacientes submetidos à cirurgia de varizes sob anestesia peridural com bupivacaína a 0,5% com adrenalina a 1:200.000. MÉTODO: Trinta e quatro pacientes, estado físico ASA I e II, submetidos à cirurgia para tratamento de varizes de membros inferiores, foram divididos aleatoriamente em 2 grupos (n = 17, e receberam midazolam (0,05 mg.kg-1, por via venosa seguido de anestesia peridural lombar, utilizando-se no grupo S, 20 ml bupivacaína a 0,5% (com vasoconstritor associado a 2 ml de solução fisiológica a 0,9% e no grupo F, 20 ml de bupivacaína a 0,5% (com vasoconstritor associada ao fentanil (100 µg. Foram estudados: incidência de tremor, temperatura dos pacientes, necessidade do uso de meperidina, e a incidência de náuseas e vômitos nos seguintes momentos: M1 - admissão do paciente na sala de operação; M2 - imediatamente antes da anestesia; M3 - 30 minutos após o término da injeção do anestésico local; M4 - 60 minutos após o término da injeção do anestésico local; M5 - 90 minutos após o término da injeção do anestésico local; M6 - final da anestesia; M7 - antecedendo a alta da sala de recuperação pós-anestésica. RESULTADOS: Quanto aos dados antropométricos, estado físico, tempo médio de duração da anestesia e cirurgia, temperatura dos pacientes e da sala de operação e incidência de náuseas e vômitos não houve diferença estatística entre os grupos. Houve diferença estatística aos 60 minutos (M4 e

  4. Anestesia peridural torácica para cirurgia plástica de mama em paciente portadora de miastenia gravis: relato de caso Anestesia peridural torácica para cirugía plástica de mama en paciente portadora de miastenia gravis: relato de caso Thoracic epidural anesthesia for mammaplasty in myasthenia gravis patient: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiano Timbó Barbosa

    2005-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A miastenia gravis é uma doença crônica, auto-imune, caracterizada pela fraqueza da musculatura esquelética em decorrência da diminuição dos receptores de acetilcolina na junção neuromuscular. O objetivo deste relato é mostrar um caso de paciente com miastenia gravis submetida a anestesia peridural torácica para cirurgia plástica de mama. RELATO DO CASO: Paciente com 51 anos, portadora de miastenia gravis foi submetida a anestesia peridural torácica com bupivacaína e fentanil. Não houve sinais de depressão respiratória. A paciente recebeu alta hospitalar após 36 horas. CONCLUSÕES: O presente caso sugere como conduta anestésica para o paciente portador de miastenia gravis a anestesia peridural como técnica única, sem a obrigatoriedade de intubação orotraqueal.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La miastenia gravis es una enfermedad crónica, auto-inmune, caracterizada por la debilidad de la musculatura esquelética resultante de la disminución de los receptores de acetilcolina en la unión neuromuscular. El objetivo de este relato es mostrar el caso de una paciente con miastenia gravis sometida a anestesia peridural torácica para una cirugía plástica de mama. RELATO DEL CASO: Paciente del sexo femenino, 51 años, portadora de miastenia gravis fue sometida a anestesia peridural torácica con bupivacaína y fentanil. No hubo señales de depresión respiratoria. La paciente recibió alta hospitalaria después de 36 horas. CONCLUSIONES: Este actual caso sugiere como conducta anestésica para el paciente portador de miastenia gravis la anestesia peridural como única técnica, sin la obligatoriedad de intubación orotraqueal.BACKGROUND AND OBJECTIVES: Myasthenia gravis is a chronic autoimmune disease characterized by skeletal muscles weakness promoted by decreased acetylcholine receptors in the neuromuscular junction. This report aimed at describing a case of myasthenia gravis patient submitted to thoracic

  5. Uso do bloqueio combinado raqui-peridural durante cirurgia de cólon em paciente de alto risco: relato de caso Uso del bloqueo combinado raquiepidural durante cirugía de colon en paciente de alto riesgo: relato de caso Combined spinal epidural anesthesia during colon surgery in a high-risk patient: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Eduardo Imbelloni

    2009-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O bloqueio combinado raqui-peridural (BCRP oferece vantagens sobre a anestesia peridural ou subaracnóidea com injeção única. O objetivo deste relato foi apresentar um caso onde a anestesia subaracnóidea segmentar pode ser técnica efetiva para intervenção cirúrgica gastrintestinal com respiração espontânea. RELATO DO CASO: Paciente estado físico ASA III, diabetes mellitus tipo II, com hipertensão arterial sistêmica e doença pulmonar obstrutiva crônica, foi escalada para ressecção de tumor de cólon direito. O BCRP foi realizado no interespaço T5 - T6 e foram injetados 8 mg de bupivacaína a 0,5% isobárica acrescida de 50 µg de morfina no espaço subaracnóideo. O cateter peridural (20G foi introduzido quatro centímetros em direção cefálica. Foi obtida sedação com doses fracionadas de 1 mg de midazolam (total de 6 mg. Bupivacaína a 0,5% foi administrada em bolus de 25 mg através do cateter duas horas após a anestesia subaracnóidea. Não houve necessidade de vasopressor nem atropina. CONCLUSÕES: Este caso proporciona evidências de que a raquianestesia segmentar pode ser uma técnica anestésica para operação gastrintestinal com respiração espontânea.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El bloqueo combinado raquiepidural (BCRE, tiene ventajas sobre la anestesia epidural o subaracnoidea con inyección única. El objetivo de este relato, fue presentar un caso donde la anestesia subaracnoidea segmentaria, puede ser una técnica efectiva para la intervención quirúrgica gastrointestinal con respiración espontánea. RELATO DEL CASO: Paciente estado físico ASA III, diabetes mellitus tipo II, con hipertensión arterial sistémica y enfermedad pulmonar obstructiva crónica, que fue indicada para la resección del tumor de colon derecho. El BCRE se realizó en el interespacio T5 - T6, y se inyectaron 8 mg de bupivacaína a 0,5% isobárica con 50 µg más de morfina en el espacio subaracnoideo. El cat

  6. Concentração plasmática de ropivacaína durante anestesia peridural lombar em crianças

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica Vieira da Costa

    2002-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A ropivacaína é o mais novo anestésico local de uso na prática clínica. Sua estrutura é semelhante a forma levógira da bupivacaína, tendo portanto baixa toxicidade. Os valores das concentrações plasmáticas que podem ser atingidos em crianças, com o uso desta droga e também da bupivacaína (mesmo a forma racêmica administradas por via peridural lombar, são ainda pouco conhecidos. O objetivo desse estudo foi avaliar as concentrações sangüíneas de ropivacaína e bupivacaína por via peridural lombar em crianças, em bloqueios eficientes, relacionando-as aos valores descritos como níveis plasmáticos seguros. MÉTODO: Oitenta e um pacientes de ambos os sexos, submetidos à cirurgia de membros inferiores, receberam aleatoriamente ropivacaína (n = 41 ou bupivacaína (n = 40 por via peridural lombar associado à anestesia geral. Foram coletadas oito amostras de sangue venoso nos intervalos de tempo: zero (controle, 5, 25, 40, 60, 120, 180 e 240 minutos, e através de cromatografia de gás foram dosadas as concentrações plasmáticas da ropivacaína e da bupivacaína. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significante com relação aos dados antropométricos e variáveis fisiológicas estudadas entre os pacientes que receberam ropivacaína e bupivacaína. As doses médias administradas de ropivacaína e bupivacaína foram 2,35 mg.kg-1 e 2,13 mg.kg-1, respectivamente, que geraram as concentrações plasmáticas de 2,334 µg.ml-1 e 1,111 µg.ml-1, aos 25 e 40 minutos. Ambas abaixo do nível considerado seguro (3 µg.kg-1. CONCLUSÕES: A administração peridural lombar de ropivacaína e bupivacaína em crianças, nas doses abaixo de 3 mg.kg-1, produz bloqueio anestésico eficaz e determina concentrações plasmáticas que podem ser consideradas seguras.

  7. Peridural torácica alta associada ou não à peridural torácica baixa em pacientes ambulatoriais: implicações clínicas Peridural torácica alta asociada o no a la peridural torácica baja en pacientes ambulatoriales: implicaciones clínicas High thoracic epidural anesthesia associated or not to low thoracic epidural anesthesia in outpatient procedures: clinical implications

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Djalma Sperhacke

    2004-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Sob bloqueio peridural torácico baixo ou médio, as alterações hemodinâmicas são facilmente controladas. Como o bloqueio peridural torácico alto (T2-T3 acomete, freqüentemente, as raízes do plexo braquial (C4C5-T1(T2, algumas destas responsáveis pela formação do nervo frênico (C3-C4-C5 é de se supor, possíveis repercussões motoras deste último. O presente estudo realizado em cirurgias estéticas, sob bloqueio peridural segmentar isolado em T2-T3 ou associado ao bloqueio peridural segmentar em T11-T12, avaliou as repercussões motoras na dinâmica respiratória assim como nos membros superiores e inferiores. MÉTODO: Trinta e duas pacientes, estado físico ASA I e II, sem doença pulmonar broncoespástica, em atividade e peso corporal igual ou superior a 50 kg, foram submetidas a 21 bloqueios peridurais torácicos isolados em T2-T3 e as 11 restantes, a bloqueios combinados em T11-T12, com ropivacaína a 7,5% (45 a 90 mg associada ao sufentanil (10 a 20 µg. Repercussões hemodinâmicas, respiratórias e motoras nos membros superiores e inferiores foram avaliadas respectivamente, sob monitorização não-invasiva, espirometria, força de preensão da mão e escala de Bromage. RESULTADOS: A média de duração das cirurgias mamárias foi de 105 minutos com depressão motora dos membros superiores (p JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Sobre bloqueo peridural torácico bajo o medio, las alteraciones hemodinâmicas son fácilmente controladas. Como el bloqueo peridural torácico alto (T2-T3 acomete, frecuentemente, las raíces del plexo braquial (C4C5-T1(T2, algunas de estas responsables por la formación del nervio frénico (C3-C4-C5 es de suponer, posibles repercusiones motoras de este último. El presente estudio realizado en cirugías estéticas, sobre bloqueo peridural segmentar aislado en T2-T3 o asociado al bloqueo peridural segmentar en T11-T12, evaluó las repercusiones motoras en la dinámica respiratoria

  8. Anestesia combinada raqui-peridural em paciente portadora de esclerose lateral amiotrófica: relato de caso Anestesia combinada raquiepidural en paciente portadora de esclerosis lateral amiotrófica: relato de caso Combined spinal-epidural block in a patient with amyotrophic lateral sclerosis: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriano Bechara de Souza Hobaika

    2009-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A esclerose lateral amiotrófica é uma doença que se inicia entre a quinta e a sexta década de vida e provoca a degeneração e morte dos neurônios motores superiores e inferiores. Quando os músculos responsáveis pela ventilação são acometidos, o paciente evolui para o óbito em alguns anos em decorrência da insuficiência respiratória. RELATO DO CASO: Sexo feminino, 63 anos, esclerose lateral amiotrófica, submetida a tratamento cirúrgico de fratura transtrocantérica de fêmur. Quadro de fraqueza em membros superiores e inferiores, disartria, consciente e orientada. Aparelho respiratório: tosse ineficaz, diminuição da força dos músculos intercostais e diafragma e redução do murmúrio vesicular em bases pulmonares. Primeiramente, a punção peridural foi realizada em L3/L4, onde um cateter de silicone foi introduzido 5 cm. A seguir, a punção raquidiana foi feita em L4/L5 com administração de 7,5 mg de bupivacaína hiperbárica. Mais 37 mg de ropivacaína a 0,37% foram administrados pelo cateter peridural para que o bloqueio sensitivo alcançasse o dermátomo T10. O procedimento transcorreu sem complicações e a paciente recebeu alta hospitalar após três dias. CONCLUSÕES: As evidências têm demonstrado que a administração de bloqueios no neuroeixo parece ser segura em pacientes com esclerose lateral amiotrófica, pois evita a manipulação das vias aéreas e as complicações ventilatórias.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La esclerosis lateral amiotrófica es una enfermedad que empieza entre la quinta y la sexta década de vida y que provoca la degeneración y la muerte de las neuronas motoras superiores e inferiores. Cuando los músculos responsables de la ventilación son acometidos, el paciente evoluciona a óbito en algunos años debido a la insuficiencia respiratoria. RELATO DEL CASO: Sexo femenino, 63 años, esclerosis lateral amiotrófica, sometida a tratamiento quirúrgico de fractura

  9. Analgesia preemptiva com S(+cetamina e bupivacaína peridural em histerectomia abdominal Analgesia preemptiva con S(+cetamina y bupivacaína peridural en histerectomía abdominal Preemptive analgesia with epidural bupivacaine and S(+ketamine in abdominal hysterectomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ferdinand Edson de Castro

    2005-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O presente estudo investiga a capacidade de o antagonista do receptor NMDA, S(+cetamina, associado à injeção peridural de anestésico local (bupivacaína, previamente administrado à incisão promover analgesia preemptiva em pacientes submetidas a histerectomia total abdominal. MÉTODO: Foram avaliadas 30 pacientes, distribuídas aleatoriamente em dois grupos de igual tamanho e estudadas prospectivamente de forma encoberta. Injeção peridural e inserção de cateter foram realizadas entre os interespaços de L1-L2. No grupo I (G1, n = 15, as pacientes receberam, por via peridural, 17 mL de bupivacaína a 0,25%, sem vasoconstritor, associados a 30 mg de S(+cetamina (3 mL, trinta minutos antes da incisão cirúrgica; após 30 minutos da incisão, receberam 20 mL de solução fisiológica a 0,9%. No grupo 2 (G2, n = 15, receberam 20 mL de solução fisiológica, por via peridural, 30 minutos antes da incisão, sendo feita administração de 17 mL de bupivacaína a 0,25% associados a 30 mg de S(+cetamina (3 mL, trinta minutos depois da incisão. Após a injeção peridural, realizou-se anestesia geral com propofol, pancurônio, O2 e isoflurano. Para analgesia pós-operatória foi usada solução peridural em bolus de fentanil associada à bupivacaína, em intervalo mínimo de quatro horas e suplementação com dipirona, se necessária. Avaliou-se a intensidade da dor através de escala numérica e verbal (ao despertar, 6, 12, 18 e 24 horas após o término da operação, o tempo necessário para solicitar pela primeira vez o analgésico e o consumo total de analgésicos. RESULTADOS: Não houve diferença significativa entre os grupos em relação ao tempo para solicitar analgésicos pela primeira vez, ao consumo de analgésicos e aos escores de dor pelas escalas numérica e verbal. CONCLUSÕES: Não foi possível demonstrar efeito preemptivo com a utilização peridural de S(+cetamina e bupivacaína nas doses

  10. Espondilodiscitis secundaria a anestesia peridural Spondilodiscitis secondary to peridural anesthesia

    OpenAIRE

    Yvei González Orlandi; Luis Elizondo Barriel; Reinel Junco Martín; Jorge Rojas Manresa; Victor Duboy Limonta; Federico Córdova Armengol

    2010-01-01

    Se presenta el caso de un paciente con espondilodiscitis secundaria al uso de anestesia peridural lumbar para la resección transuretral de una hiperplasia fibroadenomatosa de la próstata. El cuadro clínico estuvo determinado por lumbalgia aguda con incremento progresivo que llevó al confinamiento en cama del paciente. En el examen físico del sistema osteomioarticular predominó la contractura paravertebral lumbar, así como en la palpación de esta región. En el examen neurológico no se encontra...

  11. Life-threatening acute subdural haematoma after combined spinal–epidural anaesthesia in labour

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bulent Bakar

    2015-09-01

    um caso tão raro que foi diagnosticado como hematoma subdural agudo após anestesia combinada raqui-peridural usada em parto. Relato de caso: Paciente primípara, 34 anos, com 38 semanas de gestação, submetida à cesariana sob anestesia combinada raqui-peridural, deu à luz um menino saudável. Após 32 horas do parto, a dor de cabeça moderada da paciente progrediu para dor de cabeça intensa associada a náusea e vômito e se complicou subsequentemente com crise convulsiva generalizada tônico-clônica e consequente letargia. Tomografia computadorizada do cérebro revelou hematoma subdural agudo do lado direito em região frontotemporoparietal (FTP com edema cerebral difuso. A paciente foi submetida à craniotomia FTP de urgência e evacuação do hematoma. Tomografia computadorizada do crânio no pós-operatório precoce mostrou um sítio operatório limpo. Oito dias após a cirurgia do hematoma subdural, a paciente voltou a ficar letárgica e, dessa vez, a tomografia computadorizada revelou um hematoma extradural sob o retalho ósseo que exigiu outra cirurgia. Dois dias depois, a paciente recebeu alta hospitalar com classificação de desempenho Karnofsky de 90/100. Ao exame de acompanhamento, a paciente apresentou-se neurologicamente intacta e sua tomografia computadorizada e ressonância magnética estavam normais. Conclusão: Ao usar a anestesia combinada raqui-peridural deve-se ter em mente que dor de cabeça nem sempre significa dor de cabeça hipotensiva associada à raquianestesia e que uma complicação catastrófica de hematoma subdural também pode ocorrer. Keywords: Combined spinal–epidural anaesthesia, Labour, Subdural haematoma, Palavras-chave: Anestesia combinada raqui-peridural, Parto, Hematoma subdural

  12. Tampão peridural com dextran 40 na profilaxia da cefaléia pós-punção acidental da duramáter em paciente HIV positivo: relato de caso Tampón peridural con dextran 40 en la profilaxia de la cefalea pós-punción accidental de la duramáter en paciente SIDA positivo: relato de caso Epidural patch with dextran 40 to prevent postdural puncture headache in an HIV patient: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Guilherme Cunha Cruvinel

    2002-11-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cefaléia pós-punção de duramáter é uma complicação bem conhecida das anestesias subaracnóideas e peridurais, sendo o tampão sangüíneo considerado o tratamento mais eficaz, até o momento. Este é um procedimento invasivo e sujeito a complicações graves. Seu uso em certos pacientes, como portadores de HIV ou leucemias, é motivo de debate. Várias alternativas têm sido relatadas. O objetivo deste artigo é apresentar um caso do uso do tampão peridural com dextran 40 na profilaxia da cefaléia pós-punção de duramáter em paciente portador do vírus da imunodeficiência humana (HIV, com história de cefaléia em anestesia subaracnóidea anterior. RELATO DE CASO: Paciente masculino, 31 anos, 70 kg, estado físico ASA II, portador de HIV, para tratamento de condilomatose anal recidivada, com relato de cefaléia intensa e limitante durante duas semanas após anestesia subaracnóidea (agulha Quincke 25G. Durante tentativa de anestesia peridural com agulha de Tuohy 18G em L3-L4, houve perfuração acidental da duramáter. Foram injetados, por duas vezes, 20 ml de dextran 40 a 10% por cateter peridural; a primeira, 150 minutos após a administração dos anestésicos e a segunda na manhã seguinte à cirurgia. O paciente evoluiu assintomático e recebeu alta no dia seguinte à sua internação. CONCLUSÕES: O uso do tampão com soluções colóides como o dextran 40 não está bem estabelecido, porém existem alguns relatos do seu uso com sucesso e entendemos que seu potencial deva ser melhor explorado.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La cefalea pós-punción de duramáter es una complicación bien conocida de las anestesias subaracnóideas y peridurales, siendo el tampón sanguíneo considerado el tratamiento más eficaz hasta el momento. Este es un procedimiento invasivo y sujeto a complicaciones graves. Su uso en ciertos pacientes, como portadores de SIDA o leucemias, es motivo de debate. Varias alternativas

  13. Espondilodiscitis secundaria a anestesia peridural Spondilodiscitis secondary to peridural anesthesia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yvei González Orlandi

    2010-12-01

    Full Text Available Se presenta el caso de un paciente con espondilodiscitis secundaria al uso de anestesia peridural lumbar para la resección transuretral de una hiperplasia fibroadenomatosa de la próstata. El cuadro clínico estuvo determinado por lumbalgia aguda con incremento progresivo que llevó al confinamiento en cama del paciente. En el examen físico del sistema osteomioarticular predominó la contractura paravertebral lumbar, así como en la palpación de esta región. En el examen neurológico no se encontraron alteraciones. La tomografía axial computarizada multicorte, así como la gammagrafía ósea de columna lumbar, confirmaron el diagnóstico. Se indicó tratamiento médico basado en los síntomas, antibioticoterapia combinada y ortesis externa. La recuperación total del paciente ocurrió a los 6 meses del inicio de la enfermedad.This is the case of a patient presenting with spondilodiscitis secondary to use of lumbar peridural anesthesia for transurethral resection of a prostatic fibroadenoma hyperplasia The clinical picture was determined by a acute lumbar pain with a progressive increase leading to put to bed the patient. In physical examination of osteomyoarticular system there was predominance of lumbar paravertebral contracture, as well as in palpation of this region. In neurological examination there weren't alterations. The multi-scan computed axial tomography and the spine column bone scintigraphy confirmed the diagnosis. Medical treatment was prescribed based on symptoms, combined antibiotic drug therapy and external orthesis. The total recovery of patient occurred at 6 months from the onset of disease.

  14. Influência da morfina peridural na função pulmonar de pacientes submetidos à colecistectomia aberta Influencia de la morfina peridural en la función pulmonar de pacientes sometidos a la colecistectomía abierta The influence of epidural morphine in the pulmonary function of patients undergoing open cholecystectomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilson Cassem Ramos

    2007-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Operações de abdome superior podem causar, no pós-operatório, disfunções ventilatórias. O objetivo do presente estudo foi avaliar a função pulmonar após colecistectomias laparoscópicas e abertas, com e sem morfina peridural. MÉTODO: Em estudo do tipo ensaio clínico duplamente encoberto e aleatório, 45 pacientes foram distribuídas em três grupos, GL, GA e GAM, de 15 componentes submetidas a colecistectomias. O grupo GL foi operado pela via laparoscópica; enquanto GA e GAM, pela via aberta, sendo que este último recebeu morfina peridural. As pacientes realizaram espirometrias e gasometrias no pré- e no pós-operatório. A hipótese de igualdade de médias entre os grupos foi verificada utilizando-se a ANOVA. Quando os resultados apresentaram diferença estatística significativa, realizava-se o teste de Tukey. A hipótese de igualdade de médias entre um mesmo grupo foi verificada por meio do teste t de Student emparelhado. O valor de p JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Operaciones de abdomen superior pueden causar en el postoperatorio, disfunciones de ventilación. El objetivo del presente estudio fue evaluar la función pulmonar después de las colecistectomías laparoscópicas y abiertas, con y sin morfina peridural. MÉTODO: En estudio del tipo ensayo clínico doblemente encubierto y aleatorio, 45 pacientes fueron distribuidas en tres grupos, GL, GA y GAM, de 15 componentes, sometidas a colecistectomías. El grupo GL fue operado por vía laparoscópica, mientras que el GA y GAM, por vía abierta, siendo que este último recibió morfina peridural. Las pacientes realizaron espirometrías y gasometrías en el pre y en el postoperatorio. La hipótesis de igualdad de promedios entre los grupos fue verificada utilizando la ANOVA. Cuando los resultados presentaron diferencia estadística significativa, se realizaba el test de Tukey. La hipótesis de igualdad de promedios entre un mismo grupo fue verificada por

  15. Avaliação do efeito preemptivo da s(+-cetamina por via peridural para histerectomia: concentrações plasmáticas de interleucinas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elismar Paulo Azevedo Silva

    2012-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Alguns estudos demonstraram que a cetamina inibe a produção de citocinas. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito analgésico preemptivo e citocinas plasmáticas (IL-6, TNF-α e IL-10 de S(+-cetamina por via peridural em histerectomia. MÉTODO: Foi realizado estudo duplo-encoberto em 29 pacientes. Pacientes do Grupo 1 receberam 13 mL de bupivacaína a 0,25% com 25 mg de S(+-cetamina 30 minutos antes da incisão cirúrgica, e 15 mL de solução salina fisiológica, 30 minutos após, por via peridural. Pacientes do Grupo 2 receberam 15 mL de salina 30 minutos antes da incisão cirúrgica, seguido por 13 mL de bupivacaína 0,25%, mais 25 mg de S (+-cetamina 30 minutos após. A analgesia pós-operatória foi feita com bupivacaína e fentanil por via peridural. Quando necessário, foi utilizado 1 g de dipirona. Foram avaliados: concentração de citocinas, intensidade da dor, o tempo da primeira solicitação de analgésico e a quantidade total de analgésico utilizado. RESULTADOS: O tempo para a primeira solicitação de analgésico foi de 61,5 minutos no Grupo 1 e 69,0 no Grupo 2, sem diferença entre os grupos. Não houve diferença entre os grupos para a dose total de fentanil usada no Grupo 1 (221,4 µg e Grupo 2 (223,3 µg. Foi obtido efeito analgésico semelhante nos grupos, exceto em T12 (Grupo 1 = 2,4 ± 3,2; Grupo 2 = 5,5 ± 3,4. Não foi observada diferença entre os grupos na concentração de citocinas. CONCLUSÕES: A injeção de 25 mg de S(+-cetamina por via peridural antes da incisão reduziu a intensidade da dor apenas 12 horas após a incisão cirúrgica e não alterou a concentração de citocinas.

  16. Analgesia peridural contínua: análise da eficácia, efeitos adversos e fatores de risco para ocorrência de complicações Analgesia peridural continua: análisis de la eficacia, efectos adversos y factores de riesgo para ocurrencia de complicaciones Continuous epidural analgesia: analysis of efficacy, side effects and risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Teixeira Domingues Duarte

    2004-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A analgesia promovida pela infusão peridural de anestésico local com analgésicos opióides é reconhecidamente de boa qualidade e com poucos efeitos adversos. O objetivo deste estudo foi determinar o número, formas e gravidade das complicações pós-operatórias relacionadas à analgesia peridural e à inserção do cateter peridural. MÉTODO: Foram avaliados, retrospectivamente, 469 pacientes submetidos à analgesia peridural pós-operatória entre 18/10/1999 e 18/10/2001. A analgesia peridural foi conduzida usando-se solução de bupivacaína a 0,1% com fentanil (1 a 5 µg.ml-1, iniciando-se a infusão de 3 ml.h-1. A velocidade de infusão era ajustada de acordo com a queixa álgica do paciente. Foram analisadas as seguintes variáveis: a duração da infusão peridural; a ocorrência de efeitos adversos e complicações, relacionando-os aos dados demográficos, tipo de cirurgia e posição do cateter peridural; e a qualidade da analgesia obtida com a técnica (escala analógico-visual de dor e índice de satisfação do paciente. RESULTADOS: Os cateteres peridurais permaneceram implantados uma média de 2,2 dias, variando de 6 horas a 10 dias, e o índice global de complicações relacionadas à técnica foi de 46,3%, sendo que a maioria foi de pequena magnitude, sem repercussão clínica. Destas, 13,9% estavam relacionadas diretamente ao cateter peridural (desconexão, exteriorização, dor lombar, inflamação e infecção local. Outras complicações mais comumente encontradas foram vômitos e retenção urinária. A analgesia pós-operatória foi efetiva com 97,2% dos pacientes referindo satisfação com a técnica. Pacientes sem dor ou com dor leve, no primeiro, segundo e terceiro dias de pós-operatório, constituíram, respectivamente, 80,1%, 92,8% e 93,3% da população estudada. CONCLUSÕES: A analgesia peridural contínua é efetiva e segura. As complicações ocorridas não foram consideradas graves

  17. Efeito analgésico intra-operatório da cetamina, clonidina ou dexmedetomidina, administradas por via peridural, em cirurgia de abdômen superior Efecto analgésico intra-operatorio de la cetamina, clonidina o dexmedetomidina, administradas por vía peridural, en cirugía de abdomen superior Intraoperative analgesic effect of epidural ketamine, clonidine or dexmedetomidine for upper abdominal surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taylor Brandão Schnaider

    2005-10-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cetamina reduz a nocicepção, bloqueando os canais dos receptores NMDA, em doses sub-anestésicas. A ativação dos receptores alfa2-adrenérgicos induz intensa resposta analgésica. O objetivo desta pesquisa foi avaliar os efeitos da cetamina, clonidina e dexmedetomidina, por via peridural, em pacientes submetidos à cirurgia do abdômen superior. MÉTODO: Participaram deste estudo aleatório e duplamente encoberto, 70 pacientes, de ambos os gêneros, com idade entre 18 e 50 anos, estado físico ASA I e II, submetidos a colecistectomia por via subcostal, sob anestesia geral associada à peridural lombar. Na anestesia peridural foram administrados, aleatoriamente, 20 mL de ropivacaína a 0,75% e 1 mL de cloreto de sódio a 0,9% no grupo Controle (n = 10; 20 mL de ropivacaína a 0,75% e 0,5 mg.kg-1 de cetamina no grupo Cetamina (n = 20; 20 mL de ropivacaína a 0,75% e 1 mL de clonidina (150 µg no grupo Clonidina (n = 20 ou 20 mL de ropivacaína a 0,75% e 2 µg.kg-1 de dexmedetomidina no grupo Dexmedetomidina (n = 20. A indução anestésica foi realizada com etomidato, alfentanil e rocurônio, sendo a manutenção obtida pela administração de isoflurano e alfentanil. A analgesia foi observada por meio dos sinais clínicos e a concentração inspirada do agente inalatório por meio do analisador de gases ins e expirados, durante o ato operatório. RESULTADOS: Nos pacientes em que foi administrada cetamina, clonidina ou dexmedetomidina, ocorreu diminuição da freqüência cardíaca e da pressão arterial sistêmica, e não houve necessidade de complementação analgésica peri-operatória. Com relação à concentração inspirada do isoflurano, as necessidades variaram entre 0,5vol% e 1vol%, não se observando sinais clínicos ou respostas que sugerissem níveis inadequados de anestesia. CONCLUSÕES: A administração de cetamina, clonidina ou dexmedetomidina, por via peridural, reduz o consumo de alfentanil e a

  18. Analgesia controlada pelo paciente com fentanil e sufentanil no pós-operatório de reconstrução de ligamentos do joelho: estudo comparativo Analgesia controlada por el paciente con fentanil o sufentanil en el pós-operatorio de reconstrucción de ligamentos de la rodilla: estudio comparativo Patient controlled analgesia with fentanyl or sufentanil in the postoperative period of knee ligament reconstruction: comparative study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Negrão Lutti

    2002-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os opióides têm sido utilizados por via peridural associados ou não a anestésicos locais para analgesia pós-operatória de forma contínua e/ou em bolus controlado pelo paciente. O objetivo deste estudo foi comparar a analgesia pós-operatória entre o fentanil e sufentanil em infusão contínua e em bolus por via peridural, em pacientes submetidos à reconstrução de ligamento do joelho. MÉTODO: Participaram do estudo 70 pacientes com idades entre 16 e 47 anos, estado físico ASA I e II, divididos aleatoriamente em dois grupos: Grupo F (fentanil e Grupo S (sufentanil. Todos os pacientes foram submetidos à anestesia peridural com bupivacaína a 0,5% (100 mg com epinefrina 1:200.000 associada a fentanil (100 mg. Ao final da cirurgia, os pacientes receberam fentanil (Grupo F ou sufentanil (Grupo S por via peridural em regime de infusão contínua mais bolus liberados pelo paciente. No Grupo F foi utilizada solução fisiológica (85 ml contendo fentanil 500 µg (10 ml e bupivacaína (5 ml a 0,5%. No Grupo S foi utilizada solução fisiológica (92 ml contendo sufentanil 150 µg (3 ml e bupivacaína (5 ml a 0,5%. Para os dois grupos a bomba de infusão foi programada inicialmente em 5 ml.h-1, com dose de 2 ml em bolus liberado pelo paciente num intervalo de 15 minutos. Foram comparados os seguintes parâmetros: dor, número de bolus acionados, consumo de opióides, bloqueio motor, sedação e efeitos colaterais. RESULTADOS: Não houve diferença entre os grupos quanto à qualidade da analgesia, sendo a maioria de boa qualidade (EAV 0 a 2. Houve diferença quanto ao número de bolus liberados. No Grupo F solicitou mais bolus que o Grupo S. Não houve diferença quanto ao volume total e tempo de infusão total. Não houve bloqueio motor após a instituição da analgesia controlada pelo paciente. A incidência de vômitos e retenção urinária foi maior no Grupo S e quanto à sedação e ao prurido, não houve

  19. Controle da dor por bloqueio peridural e incidência de disritmias cardíacas no pós-operatório de procedimentos cirúrgicos torácicos e abdominais altos: estudo comparativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rohnelt Machado de Oliveira

    2012-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Operações no abdome superior e tórax provocam intensa dor. Entre as principais complicações da dor pós-operatória estão as complicações cardiocirculatórias. O objetivo deste trabalho foi testar a hipótese de que a analgesia pós-operatória com o emprego de anestésicos locais mais opioides espinhais pode reduzir a incidência de complicações cardiovasculares no pós-operatório de pacientes nessas condições, comparando-se a métodos clássicos de analgesia pós-operatória, opioides e AINES, administrados segundo demanda do paciente. MÉTODO: Oitenta pacientes adultos ASA I e II, sem alterações ECG, alocados em dois grupos de 40: Grupo A, sob anestesia geral com propofol, cisatracúrio e isoflurano, associado à anestesia peridural, com cateter e controle da analgesia pós-operatória com bupivacaína e morfina peridural; e Grupo B, sob anestesia geral com as mesmas drogas e doses que o Grupo A, mais analgesia pós-operatória realizada com AINES e morfina endovenosa no final da operação e em intervalos regulares. Em ambos foi aplicado Holter por 24 horas. A avaliação da dor foi realizada pela escala analógica visual. RESULTADOS: Na avaliação da dor observou-se no Grupo A evidente predomínio do escore 0 (p 50 anos (22,2% versus 0,0%. p = 0,26. Não se observou diferença significativa da frequência cardíaca entre os grupos (p > 0,05. CONCLUSÕES: A melhor qualidade da analgesia no pós-operatório, realizada nos pacientes do Grupo A, reduziu a incidência de complicações cardiovasculares

  20. Estudo comparativo entre anestesia peridural torácica e anestesia geral em mastectomia oncológica Estudio comparativo entre la anestesia epidural torácica y la anestesia general en mastectomia oncológica Comparative study between thoracic epidural block and general anesthesia for oncologic mastectomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio D. Belzarena

    2008-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A anestesia peridural torácica é utilizada com freqüência para procedimentos estéticos da mama e há poucos relatos de seu emprego para mastectomias com exploração axilar. O presente estudo comparou a técnica com anestesia geral em operações oncológicas da mama. MÉTODO: Quarenta pacientes foram divididas em dois grupos. No grupo peridural (n = 20 foi realizada peridural torácica com bupivacaína e fentanil associada à sedação com midazolam. O outro grupo (n = 20 recebeu anestesia geral convencional com propofol, atracúrio e fentanil e manutenção com O2 e isoflurano. Registraram-se no intra-operatório duração da operação, necessidade de complementação da anestesia ou da sedação e variáveis hemodinâmicas. No pós-operatório, foram registrados o tempo para alta da sala de recuperação pós-anestésica e hospitalar, a intensidade da dor e o consumo de analgésicos, os efeitos adversos e a satisfação com a técnica anestésica. RESULTADOS: Os grupos foram semelhantes e não houve diferença na duração da operação. Foi necessário complementar a sedação em 100% das pacientes que receberam anestesia peridural e em 15% foi complementada a analgesia com infiltração de anestésico local na axila. Houve maior incidência de hipertensão arterial no grupo da anestesia geral e de hipotensão entre as que receberam peridural. Ocorreu prurido em 55% das pacientes com anestesia peridural. Náusea (30% e vômito (45% foram mais freqüentes entre as que receberam anestesia geral. A analgesia pós-operatória teve melhor qualidade e o consumo de analgésicos foi menor no grupo da anestesia peridural. O período de internação também foi menor. CONCLUSÕES: A técnica peridural tem algumas vantagens com relação à anestesia geral e pode ser considerada uma opção para anestesia em mastectomias oncológicas com esvaziamento axilar.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La anestesia epidural torácica se

  1. Analgesia de parto: estudo comparativo entre anestesia combinada raquiperidural versus anestesia peridural contínua Analgesia de parto: estudio comparativo entre anestesia combinada raqui-peridural versus anestesia peridural continua Labor analgesia: a comparative study between combined spinal-epidural anesthesia versus continuous epidural anesthesia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto de Figueiredo Côrtes

    2007-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O alívio da dor no trabalho de parto tem recebido atenção constante visando ao bem-estar materno, diminuindo o estresse causado pela dor e reduzindo as conseqüências deste sobre o concepto. Inúmeras técnicas podem ser utilizadas para analgesia de parto. Este trabalho teve como objetivo comparar a técnica peridural contínua com a combinada, ambas com o uso de bupivacaína a 0,25% em excesso enantiomérico 50% e fentanil como agentes. MÉTODO: Participaram do estudo 40 parturientes em trabalho de parto com dilatação cervical entre 4 e 5 cm que foram distribuídas em dois grupos iguais de forma aleatória. O Grupo I recebeu anestesia peridural contínua. O Grupo II recebeu anestesia combinada. Foram avaliados: medidas antropométricas, idade gestacional, dilatação cervical, tempo entre o bloqueio e a ausência de dor por meio da escala analógica visual, possibilidade de deambulação, tempo entre o início da analgesia e a dilatação cervical completa, duração do período expulsivo, parâmetros hemodinâmicos maternos e vitalidade do recém-nascido. Possíveis complicações, como depressão respiratória, hipotensão arterial materna, prurido, náuseas e vômitos, também foram observadas. Para a comparação das médias utilizou-se o teste t de Student e para a paridade e tipo de parto utilizou-se o teste do Qui-quadrado. RESULTADOS: Não houve diferença estatística significativa entre os dois grupos em relação ao tempo entre o início da analgesia e a dilatação cervical completa, bem como em relação ao tempo da duração do período expulsivo, incidência de cesariana relacionada com a analgesia, parâmetros hemodinâmicos maternos e vitalidade do recém-nascido. CONCLUSÕES: Ambas as técnicas se mostraram eficazes e seguras para a analgesia do trabalho de parto, embora a técnica combinada tenha proporcionado um rápido e imediato alívio da dor. Estudos clínicos com maior número de casos s

  2. Ropivacaína isolada e associada ao fentanil ou ao tramadol administrados pela via peridural em cães Ropivacaine individually and in combination with fentanyl or tramadol, administered by peridural via in dogs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Monteiro da Silva

    2008-11-01

    Full Text Available A anestesia peridural é amplamente difundida no meio veterinário, utilizando-se o anestésico local isolado ou associado aos opióides, capazes de promover aumento do efeito analgésico. O objetivo deste estudo foi avaliar a função cardiorrespiratória e analgésica da ropivacaína isolada ou associada ao fentanil ou tramadol. Para tanto, oito cães foram tranqüilizados com acepromazina, submetidos à anestesia peridural com um dos seguintes protocolos: GR (ropivacaína, GRF (ropivacaína + fentanil, GRT (ropivacaína + tramadol, em volume total de 0,25ml kg-1, e foram avaliados os parâmetros: freqüência cardíaca e respiratória, temperatura retal, pressão arterial sistólica, e gasometria do sangue arterial, os bloqueios sensitivo e motor, o grau de sedação e a ocorrência de possíveis efeitos indesejáveis. A diminuição da freqüência cardíaca nos grupos GRF e GRT foi mais intensa e ocorreu hipotermia significativa no GRF. Foi evidenciada sedação severa em GRF e GRT. O período de recuperação foi mais curto nos animais de GRT. O GRT foi o grupo que apresentou bloqueio mais cranial. Foram observadas bradicardia, hipotermia e síndrome de Shiff-Sherrington no período trans-anestésico em animais de todos os grupos. Nas 24 horas de período pós-anestésico, não foram evidenciados efeitos indesejáveis nos grupos. O GRF apresentou maior duração de anestesia e analgesia, enquanto que o GRT apresentou a menor duração de anestesia com analgesia intermediária e o GR apresentou duração intermediária, com menor analgesia. Não foram encontradas alterações respiratórias e hemogasométricas, porém, bradicardia, hipotermia e síndrome de Schiff-Sherrington, alterações trans-anestésicas comuns na anestesia peridural foram encontradas.Peridural anesthesia is broadly applied in the Veterinary field, using the isolated local anesthetic or in combination with opiates capable to increase the analgesic effect. This research

  3. Clonidina e dexmedetomidina por via peridural para analgesia e sedação pós-operatória de colecistectomia Clonidina y dexmedetomidina por vía peridural para analgesia y sedación pós-operatoria de colecistectomía Epidural clonidine or dexmedetomidine for post-cholecystectomy analgesia and sedation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Mauro Vieira

    2004-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A clonidina e a dexmedetomidina são agonistas alfa2-adrenérgicos que, quando administrados por via peridural, possuem propriedades analgésicas e potencializam os efeitos dos anestésicos locais. A presente pesquisa objetivou avaliar a analgesia e a sedação produzidas pela clonidina ou dexmedetomidina associadas à ropivacaína, por via peridural, no pós-operatório de colecistectomia por via subcostal. MÉTODO: Participaram do estudo aleatório e duplamente encoberto 40 pacientes, de ambos os sexos, com idade variando de 18 a 50 anos, peso entre 50 e 100 kg, estado físico ASA I e II, submetidos à colecistectomia por via subcostal, os quais foram distribuídos em dois grupos: clonidina (GC, em que foi administrada clonidina (1 ml = 150 µg associada à ropivacaína a 0,75% (20 ml por via peridural; dexmedetomidina (GD, em que foi injetada dexmedetomidina (2 µg.kg-1 associada à ropivacaína a 0,75% (20 ml por via peridural. A analgesia e a sedação foram observadas 2, 6 e 24 horas após o término da anestesia. RESULTADOS: Ocorreu sedação depois de 2 e 6 horas em ambos os grupos, sendo que houve diferença estatística significante entre os tempos de 2 e 6 horas no grupo dexmedetomidina. Houve analgesia em ambos os grupos, especialmente depois de 2 e 6 horas. Foi detectada diferença estatística significante entre os tempos de 2, 6 e 24 horas no grupo dexmedetomidina; no grupo clonidina essa diferença estatística significante foi observada entre os tempos de 2 e 6 horas e entre 2 e 24 horas. CONCLUSÕES: Os resultados permitiram concluir que a clonidina ou a dexmedetomidina associadas à ropivacaína a 0,75% asseguraram analgesia e sedação nos tempos de observação de 2 e 6 horas após o término da anestesia, nos pacientes submetidos à colecistectomia por via subcostal e que a clonidina promove analgesia mais prolongada.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La clonidina y la dexmedetomidina son agonistas alfa2

  4. Desempenho cognitivo em pacientes operados de aneurisma cerebral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    FOBE JEAN-LUC

    1999-01-01

    Full Text Available Vinte e cinco pacientes operados de aneurisma cerebral foram submetidos a avaliação cognitiva pós operatória tardia para linguagem, praxia, orientação, lógica, compreensão, memória, depressão, demência e gnosia visual. Os resultados foram correlacionados com idade, escala de Hunt-Hess à admissão, lado, local e tamanho do aneurisma, sangue à TC (Fisher, vaso-espasmo angiográfico (George. Déficit cognitivo tardio estava ausente em 8 pacientes (32%, era leve em 5 (20%, moderado em 6 (24% e grave em 6 (24%. A função cognitiva isoladamente mais alterada foi a da lógica com acometimento moderado e grave em 7 pacientes (28%, seguida de praxia em 6 (24%, orientação em 5 (20%, linguagem e memória em 4 (16%. A alteração gnósica visual, demência e depressão foram pouco frequentes. A compreensão estava levemente alterada em 3 pacientes. Na faixa etária 25-50 anos ocorreu melhor resultado cognitivo com sequela inexistente ou leve em 9 pacientes (75%. Os aneurismas da artéria comunicante posterior direita apresentaram déficit cognitivo tardio ausente ou leve em 5 pacientes (71,42%, os da artéria cerebral média direita apresentaram resultado equivalente em 2 (66,66%. Os aneurismas de artéria cerebral média esquerda apresentaram o pior resultado com sequela cognitiva moderada e grave em 5 pacientes (71,42%. As sequelas neuropsicológicas tardias apresentaram correlação direta com a idade, Hunt-Hess, sangue à TC, vaso-espasmo angiográfico e localização anatômica do aneurisma.

  5. Analgesia de parto em paciente com tetralogia de Fallot não corrigida: relato de caso Analgesia de parto en paciente con tetralogía de Fallot no corregida: relato de caso Labour analgesia in parturient with uncorrected tetralogy of Fallot: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Florentino Fernandes Mendes

    2005-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Embora a tetralogia de Fallot seja a mais comum das cardiopatias congênitas cianóticas, as publicações nacionais, relacionando essa doença com a prática anestésica são escassas. O objetivo deste relato é apresentar um caso de analgesia de parto em paciente portadora de tetralogia de Fallot não corrigida e diagnosticada durante a gestação. RELATO DO CASO: Paciente com 26 anos, 56 kg, 1,56 m, idade gestacional 32 semanas e 5 dias, com diagnóstico de tetralogia de Fallot realizado durante a gestação. Internou em trabalho de parto. A conduta obstétrica foi a de parto via baixa, sendo realizada analgesia através de bloqueio peridural com bupivacaína a 0,125% e fentanil (100 µg e colocação de cateter peridural. Após 1h30 minutos do início da analgesia, ocorreu o nascimento. O peso do recém-nascido foi 1485 g e o índice de Apgar 6 e 8 no primeiro e no quinto minutos, respectivamente. A paciente permaneceu estável e sem alterações hemodinâmicas e/ou eletrocardiográficas. CONCLUSÕES: A escolha da técnica anestésica é de fundamental importância no manuseio das pacientes com tetralogia de Fallot não corrigidas. Condições favoráveis do colo e boa dinâmica uterina, particularmente naquelas pacientes sem história de síncope, tornam-se imprescindíveis para uma boa indicação da analgesia de parto.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Aunque la tetralogía de Fallot sea la más común de las cardiopatías congénitas cianóticas, las publicaciones nacionales, relacionando esa enfermedad con la práctica anestésica son escasas. El objetivo de este relato es presentar un caso de analgesia de parto en paciente portadora de tetralogía de Fallot no corregida y diagnosticada durante la gestación. RELATO DEL CASO: Paciente con 26 años, 56 kg, 1,56 m, edad gestacional 32 semanas y 5 días, con diagnóstico de tetralogía de Fallot realizado durante la gestación. Internó en trabajo de parto. La conducta

  6. Dermatoses em pacientes com diabetes mellitus

    OpenAIRE

    Foss,N T; Polon,D P; Takada,M H; Foss-Freitas,M C; Foss,M C

    2005-01-01

    OBJETIVO: Ainda é desconhecida a relação do diabetes com fatores determinantes ou precipitantes de lesões dermatológicas em pacientes diabéticos. Assim, o objetivo do estudo foi investigar a presença de lesões cutâneas, não referidas pelo paciente diabético e sua relação com o controle metabólico da doença. MÉTODOS: Foram examinados 403 pacientes, dos quais 31% eram diabéticos do tipo 1 e 69% do tipo 2. Em ambulatório de um hospital universitário, os pacientes foram atendidos por endocrinolog...

  7. Lidocaína com vasoconstrictor isolada e associada ao fentanil via peridural em cães Lidocaine with vasoconstrictor isolated and its combination with epidural fentanyl anesthesia in dogs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Navarro Cassu

    2010-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo cego foi avaliar os efeitos cardiorrespiratórios e analgésicos de diferentes doses de fentanil associado à lidocaína com vasoconstrictor via peridural em cães. Foram avaliados 28 cães adultos, distribuídos em quatro tratamentos: 5mg kg-1 de lidocaína isolada (L e associada ao fentanil nas doses de 2,5, 5 e 7mg kg-1 (F2,5, F5 e F7, respectivamente. Quinze minutos antes da punção peridural, todos os animais foram tranquilizados por via intravenosa (IV com acepromazina (0,05mg kg-1, além de um bolus (IV de fentanil (2,5mg kg-1, administrado imediatamente antes da injeção peridural. Foram avaliados: frequência cardíaca (FC, eletrocardiograma (ECG, pressão arterial sistólica (PAS, frequência respiratória (f, gases sanguíneos, período de latência, duração e extensão do bloqueio sensitivo. Houve redução da FC após a anestesia peridural em relação ao basal em F2,5, F5 e F7. A FC foi superior no L em relação ao F5 e F7 aos 30 e 60 minutos após a anestesia peridural. O período de latência não variou entre os grupos, enquanto a duração do bloqueio foi superior no F5. Bloqueio sensitivo até a 6ª vértebra lombar foi observado em quatro animais no L. Bloqueio sensitivo até a 1ª vértebra lombar foi observado em cinco cães no F2,5 e F7 e em seis cães no F5. Conclui-se que a adição do fentanil à lidocaína determinou bloqueio sensitivo mais cranial em relação ao uso isolado desse anestésico local. Paralelamente, bloqueio anestésico mais duradouro foi determinado pela adição de 5mg kg-1 de fentanil à lidocaína em relação aos demais tratamentos.The objective of this blind study was to investigate the cardiopulmonary and analgesic effects of different doses of fentanyl combined with lidocaine by epidural route in dogs. Twenty-eight dogs were distributed in four treatments: 5mg kg-1 of lidocaine with vasoconstrictor alone (L and in combination with 2.5, 5 e 7mg kg-1 of fentanyl (F2

  8. Lesiones traumáticas del raquis cervical superior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Esteban Roig Fabré

    2003-06-01

    Full Text Available Se efectúa un análisis acerca de las lesiones del raquis cervical superior. Se estudiaron 30 pacientes atendidos en el Servicio de Neurocirugía del Hospital Universitario "General Calixto García", que constituyen el universo de casos que acudió con este tipo de lesión, en el período comprendido entre septiembre de 1996 y septiembre de 1999. Se describen características sociodemográficas, clínicas e imagenológicas de los pacientes. El síntoma dominante por excelencia fue el dolor occipito-cervical, y en la mayoría de los enfermos quedó intacto el funcionamiento neurológico. Se discuten los resultados y se ofrecen recomendaciones con vistas a contribuir a una utilización más eficiente de los recursos imagenológicos en el diagnóstico y tratamiento de estas afeccionesAn analysis is made about the injuries of the upper cervical rachis. The 30 patients with this type of injury that received attention at the Neurosurgery Service of "General Calixto García" Teaching Hospital from September, 1996, to September, 1999, were included in the study. Sociodemographic, clinical and imgaing features of the patients are described. The predominant symptom was occipitocervical pain and in most of the patients the neurological functioning was intact. The results were discussed and recommendations were made to contribute to a more efficient use of the imaging resources in the diagnosis and treatment of these affections

  9. Estudo comparativo entre bupivacaína a 0,5% e mistura enantiomérica de bupivacaína (S75-R25 a 0,5% em anestesia peridural Estudio comparativo entre bupivacaína a 0,5% y mezcla enantiomérica de bupivacaína (S75-R25 a 0,5% en anestesia peridural Comparative study between 0.5% bupivacaine and 0.5% enantiomeric mixture of bupivacaine (S75-R25 in epidural anesthesia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosane Fossatti Gonçalves

    2003-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A mistura enantiomérica de bupivacaína (S75-R25 vem sendo empregada pela sua propriedade anestésica com menor toxicidade do que a bupivacaína racêmica. O objetivo deste estudo é comparar a bupivacaína a 0,5% com a mistura enantiomérica de bupivacaína a 0,5% (S75-R25 em anestesia peridural. MÉTODO: Foram incluídos no estudo 44 pacientes divididos em dois grupos (n=22 denominados de Bupivacaína e S75-R25. Os pacientes foram medicados com midazolam por via venosa. A anestesia peridural foi realizada no espaço L3-L4 ou L2-L3, e administrado 16 a 24 ml da solução do anestésico local. O grupo Bupivacaína recebeu bupivacaína a 0,5% com vasoconstritor. O grupo S75-R25 recebeu a mistura enantiomérica de bupivacaína a 0,5% com vasoconstritor. Foram avaliados a temperatura do membro inferior antes e após o bloqueio peridural, o tempo de latência do bloqueio, o tipo de alteração referida pelo paciente, possíveis falhas sensoriais, nível sensorial metamérico e o grau de bloqueio motor. Na sala de recuperação pós-anestésica, foi anotado o tempo de requisição do primeiro analgésico. RESULTADOS: Fizeram parte da avaliação final 41 pacientes. Os grupos foram demograficamente semelhantes. A dose per-operatória de midazolam, o volume de anestésico local por via peridural, o tempo de latência para a instalação do bloqueio, falhas sensoriais a picada da agulha, temperatura do membro inferior nos diferentes tempos, o tipo de sensação parestésica, e o nível anestésico em dermátomos foram semelhantes entre os grupos. O grau de bloqueio motor foi mais intenso para o grupo Bupivacaína, comparado ao grupo S75-R25 (p = 0,0117. O tempo para requisição do primeiro analgésico no período pós-operatório foi superior para o grupo S75-R25, comparado ao grupo Bupivacaína (596 ± 436 minutos versus 463 ± 270 minutos, respectivamente; p = 0,04572. A incidência de efeitos adversos foi semelhante entre

  10. Miastenia gravis: resultados de timectomia em 52 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Teotonio de Oliveira

    1995-06-01

    Full Text Available Durante o período de 1971 a 1993, 52 miastênicos sem timoma (7 homens e 45 mulheres foram timectomizados por via esternal. Os resultados foram classificados em remissão e não-remissão . A taxa de remissão foi 48%. No grupo de remissões havia 5 homens e 20 mulheres. O tempo de seguimento foi de 5,5 anos em ambos os grupos. Os pacientes foram classificados clinicamente segundo a classificação de Osserman. De 16 pacientes na categoria II A, 11 entraram em remissão; de 36 pacientes nas categorias II B e III, 14 entraram em remissão. O tempo de duração de doença foi de 1,8 e 4,3 anos nos grupos de remissões e não-remissões, respectivamente. Todos os pacientes que entraram em remissão tinham menos de quatro anos de doença. Dos 43 pacientes com menos de quatro anos de doença, 42% não apresentaram remissão significando que um tempo de doença de menos de quatro anos não é indicador de remissão. Nossos dados indicam um melhor prognóstico quando a timectomia é feita nos primeiros quatro anos de doença.

  11. Epidural anesthesia using a 0,75% ropivacaine and subarachnoid anesthesia with a 0,5% bupivacaine associated or not with clonidine in hemorroidectomies Anestesia peridural com ropivacaína a 0,75% e anestesia subaracnóidea com bupivacaína a 0,5% associadas ou não à clonidina em hemorroidectomias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Florêncio de Abreu Baptista

    2008-12-01

    Full Text Available PURPOSE: To study the safety and efficiency of two anesthetic blockages in hemorroidectomy and the effect of clonidine on analgesia. METHODS: 80 patients were studied, randomly divided into four groups: l (n=19- peridural with a 0,75% ropivacaine; 2 (n=21-peridural with a 0,75% ropivacaine and 150 µg of clonidine; 3 (n=19- subarachnoid with a 0,5% bupivacaine; 4 (n=21- subarachnoid with a 0,5% bupivacaine and 50 µg of clonidine. The intensity of pain was evaluated by the visual analogical scale 8, 12 and 24 hours after surgery. The use of vasoconstrictors on the transoperatory and the amount of analgesics within the 24 hours were registered. RESULTS: The intensity of pain, 8 hours after surgery, was lesser on group 4, and much lesser on group 4 comparing with groups 1 and 2, 12 hours (p=0,022; p=0,001 and 24 hours (p=0,03; p=0,003. The frequency of vasoconstrictors usage on the transoperatory and the analgesics on the post-operatory showed no difference among the groups. There were no anesthetic complications. CONCLUSIONS: The subarachnoid anesthesia with a 0,5% bupivacaine with clonidine, showed better analgesia comparing with the peridural anesthesia with a 0,75% ropivacaine with or without clonidine, however all were safe and efficient. The clonidine aided on the decreasing of pain when subarachnoid anesthesia was used.OBJETIVO: Verificar a segurança e a eficácia de dois bloqueios anestésicos na hemorroidectomia e o efeito da clonidina na analgesia. MÉTODOS: Foram estudados oitenta pacientes, distribuídos aleatoriamente em quatro grupos: 1 (n=19- peridural com ropivacaína a 0,75%; 2 (n=21-peridural com ropivacaína a 0,75% e 150 µg de clonidina; 3 (n=19-subaranóidea com bupivacaína a 0,5%; 4 (n=21- subaracnóidea com bupivacaína a 0,5% e 50 µg de clonidina. A intensidade da dor foi avaliada pela escala analógica visual 8, 12 e 24 horas após a cirurgia. O uso de vasoconstritores no transoperatório, o consumo de analgésicos em

  12. Bloqueio peridural caudal: técnica anestésica de uso exclusivo em crianças? É possível sua realização em adultos? Qual o papel do ultrassom nesse contexto?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilana Esquenazi Najman

    2011-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O bloqueio peridural caudal é a mais popular entre todas as técnicas de anestesia regional em crianças. Com o avanço da idade, apenas a relativa dificuldade em localizar o hiato sacral limita seu uso. Entretanto, em adultos a técnica vem sendo largamente utilizada para controle de dor crônica com o auxílio da fluoroscopia. Assim, a habilidade em localizar o hiato e definir as variações anatômicas é o principal fator determinante do sucesso e segurança na execução do bloqueio peridural pela via caudal. Nesse contexto, o ultrassom vem ganhando espaço como guia para a realização do bloqueio caudal. O objetivo desta revisão foi elucidar o papel do ultrassom na anestesia caudal, além de demonstrar que o bloqueio caudal, muito utilizado em crianças, também é útil e pode ser usado em adultos. CONTEÚDO: Uma revisão literária sobre a anatomia da região sacral e da técnica anestésica necessária para a realização adequada do bloqueio caudal foi promovida. Além disso, artigos recentes sobre estudos realizados com bloqueios peridurais caudais guiados por ultrassom tanto em crianças quanto em adultos também foram incluídos. CONCLUSÕES: O ultrassom, apesar de suas limitações, pode ser útil como ferramenta adjuvante no posicionamento da agulha no espaço caudal. Permite a fácil identificação da anatomia sacral, além de visualização da injeção, em tempo real. Sua natureza portátil, não invasiva e livre de exposição à radiação faz dele uma tecnologia atrativa na sala operatória, principalmente na emergência de casos difíceis. Entretanto, como seu uso em bloqueios centrais do neuroeixo ainda é muito primitivo, é necessário que mais pesquisas sejam feitas para se consagre como técnica de rotina na prática anestésica.

  13. Intracraneal complications after raquis surgery.

    Science.gov (United States)

    Sierra, J J; Malillos, M

    Intracraneal bleeding is a rare complication after raquis surgery. It is believed to occur as a drop in the intracraneal pressure after a loss of CSF secondary to an iatrogenic dural tear. We report a patient who after surgery for lumbar stenosis presented a subarachnoid haemorrhage, an intraparenchymal haematoma, and a subdural haematoma. To our knowledge, this is the first report in the literature with such complications after this type of surgery. Copyright © 2017 SECOT. Publicado por Elsevier España, S.L.U. All rights reserved.

  14. Anatomía del raquis, sus curvas y su control ortostático

    OpenAIRE

    Aurnague, Jaqueline; Fernández, Hernán

    2013-01-01

    Nos decidimos a realizar la siguiente ponencia, para analizar y reconocer aquellos aspectos anatómicos y funcionales de la columna vertebral o raquis en relación a sus curvas fisiológicas y a su control ortostatico. El abordaje que efectuaremos, es teniendo en cuenta los contenidos que constantemente estabilizan y desestabilizan el raquis en los movimientos de la vida cotidiana, como también aquellos enfocados en la actividad física en relación a la postura y a su tonicidad. Analizaremos l...

  15. Crises parciais motoras induzidas por movimentos em pacientes diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glória M. A. S. Tedrus

    1991-12-01

    Full Text Available Levando em conta o número restrito de casos em âmbito internacional e a ausência de publicações na literatura nacional, os autores apresentam três casos de crises motoras focais induzidas por movimentos em pacientes diabéticos com mais de 50 anos de idade. As crises eram numerosas, sendo também desencadeadas ao serem assumidas determinadas posturas. Em dois casos havia hiperglicemia não cetótica. Todos os pacientes apresentavam hemiparesia e, em dois, tal déficit desapareceu após o cotnrole das crises. No outro paciente a hemiparesia era decorrente de acidente vascular cerebral isquêmico instalado 6 meses antes. Síndrome parietal transitória foi observada nos três pacientes. O EEG crítico mostrou, em dois pacientes, descargas na região parieto-occipital e, em um, na região temporal média contralateral. As crises foram resistentes aos anticonvulsivantes, só havendo controle com o tratamento dos distúrbios metabólicos. São discutidos aspectos clínico-eletren-cefalográficos e etiopatogênicos. A pesquisa do caráter reflexo das crises e a dosagem da glicemia devem ser feitas em todos os pacientes idosos com crises motoras focais, face às implicações de ordem terapêutica e prognóstica.

  16. Doenca renal policistica autossomica dominante em pacientes em hemodialise no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Everton Fernando Alves

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal policística autossômica dominante é a enfermidade renal hereditária mais comum em seres humanos. Objetivo: Analisar a prevalência, características clínicas e laboratoriais de pacientes com rins policísticos e relacionar as manifestações da doença por gênero. Métodos: Trata-se de um estudo observacional e retrospectivo. Foram revisados todos os prontuários médicos de pacientes com rins policísticos admitidos para hemodiálise entre 1995 e 2012, em quatro centros que atendem a área de abrangência da 15ª regional de saúde do Paraná, Brasil. Resultados: Fizeram parte do estudo 48 pacientes com rins policísticos, causa primária da doença renal crônica (DRC estágio 5. A prevalência da doença foi de um em 10.912 habitantes. A média de idade de ingresso na hemodiálise (50,7 anos e o tempo de seguimento em hemodiálise até o transplante (36,5 meses foi menor nos homens. A hipertensão arterial foi o diagnóstico mais frequente em 73% dos pacientes, com predominância em mulheres (51,4%. O cisto hepático foi a manifestação extrarrenal mais frequente nos homens (60,0%. Foram a óbito 10,4% dos pacientes que faziam uso de hemodiálise, sendo 60% de homens. A classe de droga anti-hipertensiva mais utilizada foi a que atua no sistema renina-angiotensina, com maior frequência de uso nas mulheres (53,3%. A ureia pós-diálise foi significativamente maior em homens. Conclusão: A prevalência da doença é baixa entre pacientes em hemodiálise no sul do Brasil. As diferenças observadas entre os gêneros, com exceção da ureia pós, não foram significantes. Os dados encontrados são diferentes dos reportados na América do Norte e Europa.

  17. The use of peridural catheter in the treatment of chronic malignant pain in the abdomen: Case report (peridural catheter in the treatment chronic pain

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Palibrk Ivan

    2017-01-01

    Full Text Available Introduction: Chronic pain in the abdomen occurs as a consequence of malignancy in these parts of the body, surgical, of radiological and chemotherapy treatments. It may also be as a result of relapse of the basic process. Non-invasive therapy of oral and transdermal analgesic was successful for some time, where necessary applies and epidural catheter. Case Report: The patient had a diagnosis of chronic postoperative pain malignant etiology. He is already used transdermal fentanyl and Nonsteroidal Anti-Inflammatory Drugs, but without success (VAS score 8-10. We increased doses of analgesics, but without success. In order of pain therapy, peridural catheter placed in the level L3 - L4. 5 ml of a solution of 8 ml of 0.25% bupivacaine, 2 ml (100 micrograms of fentanyl and 10 ml of saline was administered every 6 hours through epidural catheter. The former chronic non-invasive treatment of pain did not stop. The first three to five days of pain relief was quite satisfactory in this way. Then the pain intensified but the peridural catheter had to be removed due to local infection. New peridural catheter was placed in the level L2 -L3. Then, 5 ml of the solution: of 8 ml 0,25% bupivacaine, 2 ml (100 micrograms of fentanyl and 10 ml of saline is administered through peridural catheter. Peridural catheter was total used for 45 days. We had a need for more and more frequently administering analgesics through a catheter during use. The patient was using transdermal fentanyl and Nonsteroidal Anti-Inflammatory Drugs, all the time. The patient soon died due to progression of the underlying disease. Conclusion: After long-term administration of opioids, it is necessary to change the type and route of administration of the drug to achieve the success of the therapy. In this case it was the use of analgesics and local anesthetics through the peridural catheter.

  18. Identificação dos espaços interespinhosos lombares por palpação e avaliados por radiografias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kei Tanaka

    2013-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A palpação foi demonstrada não ser muito precisa para identificar espaços interespinhosos lombares em anestesia neuroaxial. O objetivo deste estudo foi avaliar a precisão para determinar os espaços interespinhosos lombares pela palpação por anestesiologistas com o uso de radiografias pós-operatórias em pacientes obstétricas. MÉTODOS: Revisamos os registros anestésicos e as radiografias abdominais pós-operatórias de cesarianas. Inserimos o cateter epidural para analgesia pós-operatória com dose única. Incluímos casos de anestesia combinada raqui-peridural e comparamos o nível interespinhoso registrado pelo anestesiologista e o nível de inserção do cateter peridural confirmado pela radiografia abdominal de cada caso. Também avaliamos os fatores (idade, peso, altura, Índice de Massa Corporal, idade gestacional e tipo de cirurgia [programada/emergência] que levaram à identificação errônea do nível interespinhoso. RESULTADOS: Foram avaliadas 835 cesarianas de 967 feitas. Os níveis das punções documentados pelos anestesiologistas estavam de acordo com os níveis reais de inserção dos cateteres em 563 casos (67%. Quando os anestesiologistas objetivaram identificar o nível L2-3, descobrimos que a inserção do cateter foi em L1-2 em cinco casos (4,9%, dos quais nenhum apresentou qualquer déficit neurológico pós-operatório. Nenhuma das variáveis avaliadas estava significativamente associada à identificação errônea do nível interespinhoso pelos anestesiologistas. CONCLUSÃO: Houve uma discrepância entre o nível estimado pela palpação dos anestesiologistas e o nível real de inserção do cateter mostrado nas radiografias. Parece ser mais seguro escolher o nível interespinhoso L3-4, ou mais baixo, em raquianestesia.

  19. Hipotermia em pacientes no período perioperatório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia De Mattia

    2012-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar os fatores que desencadeiam a hipotermia em pacientes em sala de operação e as manifestações em sala de recuperação anestésica. O estudo foi realizado em um hospital de grande porte da rede mista da cidade de Santos. A coleta de dados foi realizada em 30 pacientes adultos, com temperatura corpórea entre de 36ºC e 37,2ºC na entrada da sala de operações com procedimentos cirúrgicos eletivos e anestesia geral. Os resultados demonstraram que os métodos preventivos de hipotermia mais utilizados foram a infusão venosa aquecida e a manta térmica. Na saída da sala de operação e até 30 minutos na sala de recuperação anestésica, os pacientes permaneceram hipotérmicos. As manifestações de hipotermia foram demonstradas pela hipoxemia e por tremores. Neste estudo, evidenciou-se que a hipotermia no paciente é desencadeada na sala de operação pela falta de medidas preventivas adequadas, acarretando complicações em período de recuperação anestésica.

  20. Anestesia para craniotomia em paciente acordado: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Davi Bolzani

    2013-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Alguns procedimentos intracranianos são possíveis com pacientes acordados e os desafios vão da cooperação do paciente até a homeostasia. O objetivo é apresentar um caso de cirurgia intracraniana para exérese de tumor em lobo parietal esquerdo com o paciente em estado vígil. RELATO DE CASO: Após seleção do paciente e preparo psicológico, foi esclarecida e aceita a proposta de exérese de lesão parietal esquerda em estado vígil. Administraram-se propofol e remifentanil em perfusão contínua para manter o escore de Ramsay entre 2-3. Foi feito um bloqueio bilateral do escalpo com ropivacaína. Foi instalado o fixador de Mayfield e os campos cirúrgicos foram ajustados para manter vias aéreas e olhos acessíveis para o mapeamento com eletroestimulação e exérese da lesão. Para incisão da dura-máter foi aplicada uma compressa com lidocaína 2% por três minutos. A cirurgia transcorreu sem intercorrências. O paciente recebeu alta hospitalar no sétimo dia de internação sem apresentar complicação. CONCLUSÃO: Apesar de ser um desafio manter analgesia e estabilidade hemodinâmica com o paciente acordado, a infusão alvo-controlada do propofol estabeleceu o nível de consciência desejado; a do remifentanil titulou a analgesia e a sedação sem o acúmulo da droga e o bloqueio com a ropivacaína, uma analgesia satisfatória. Concluímos que a técnica anestésica foi satisfatória para nosso paciente.

  1. Manifestações bucais em pacientes submetidos à quimioterapia

    OpenAIRE

    Hespanhol,Fernando Luiz; Tinoco,Eduardo Muniz Barretto; Teixeira,Henrique Guilherme de Castro; Falabella,Márcio Eduardo Vieira; Assis,Neuza Maria de Souza Picorelli

    2010-01-01

    Em decorrência da quimioterapia, alterações na cavidade oral podem ser observadas e levar a complicações sistêmicas importantes, podendo aumentar o tempo de internação hospitalar, os custos do tratamento e afetar diretamente a qualidade de vida dos pacientes. Este trabalho teve como objetivo realizar uma pesquisa em um hospital de oncologia da cidade de Juiz de Fora (MG), sendo realizado através de coleta de dados nos prontuários de pacientes que estiveram em tratamento oncológico, onde foram...

  2. Sangramento intracraniano em paciente hemofílico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carolina Pereira da Rocha

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: A hemofilia é uma coagulopatia congênita ou adquirida na qual há deficiência de fatores VIII (Hemofilia A e IX (Hemofilia B. A doença não tem cura e é classificada em leve, moderada ou grave conforme o grau de atividade coagulante do fator deficiente. O quadro clínico clássico é a presença e hematomas e hemartroses, mas também pode haver hematúria, hemorragia de rinofaringe ou língua, epistaxe, melena, hematêmese, sangramentos abdominais, torácicos e no sistema nervoso central. Objetivos: Relatar um caso de hemorragia intracraniana em um paciente portador de hemofilia A e comparar com os dados da literatura. Metodologia: As informações foram obtidas por meio de revisão do prontuário e acompanhamento da evolução do paciente, entrevista com o acompanhante do paciente e revisão da literatura. Relato do Caso: Paciente de 20 meses, portador de hemofilia A moderada, é levado ao Pronto Atendimento com queixa de irritabilidade, sonolência e náuseas há 3 dias. É encaminhado ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba por suspeita de sangramento intracraniano. Conclusão: O diagnóstico de hemorragia intracraniana em pacientes hemofílicos deve ser questionado sempre que há alterações do estado de consciência ou do estado neurológico normal, mesmo que discretas. As medidas apropriadas aumentam as chances de bom prognóstico e ausência de sequelas neurológicas.

  3. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise em Goiânia - GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Tereza Vaz de Souza Freitas

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A presença de excesso de peso, especialmente obesidade visceral, contribui para o maior risco de complicações metabólicas e cardiovasculares em pacientes com doença renal crônica. OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise (HD. MÉTODOS: Estudo transversal com 344 pacientes maiores de 18 anos. A obesidade abdominal foi definida pela circunferência da cintura > 94 cm nos homens e > 80 cm nas mulheres. As variáveis independentes envolveram aspectos socioeconômicos, demográficos, hábitos de vida, tempo em HD, consumo alimentar e índice de massa corporal (IMC. A análise dos fatores associados foi realizada por regressão de Poisson múltipla, permanecendo no modelo final as variáveis com p 25 kg/m². Nos homens, a classe econômica D/E também permaneceu associada à obesidade abdominal, p < 0,05. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise. Idade superior a 40 anos, classes econômicas mais baixas, ingestão proteica inferior ao recomendado e excesso de peso foram associados à obesidade abdominal.

  4. Morfología Sagital del Raquis en Palistas Jóvenes de Alto Nivel

    OpenAIRE

    Muyor, José M; Alacid, Fernando; López-Miñarro, Pedro A

    2011-01-01

    El objetivo fue valorar la morfología raquídea del raquis torácico y lumbar en piragüistas de la modalidad de kayak de categoría cadete. A un total de 66 kayakistas de aguas tranquilas, 36 varones y 30 mujeres de categoría cadete (media de edad 16,22 ± 0,80 años), se les evaluó mediante un Spinal Mouse la morfología sagital del raquis torácico y lumbar en bipedestación, decúbito prono y en flexión máxima del tronco en sedentación con rodillas extendidas (test sit-and-reach). La cifosis toráci...

  5. Anestesia peridural contínua com ropivacaína a 0,2% associada a anestesia geral para cirurgia do abdômen superior em crianças Anestesia peridural contínua con ropivacaína a 0,2% asociada a anestesia general para cirugía del abdomen superior en niños Continuous epidural anesthesia with 0.2% ropivacaine associated to general anesthesia for upper abdominal surgery in children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jyrson Guilherme Klamt

    2003-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Técnicas anestésicas têm sido empregadas em pacientes pediátricos para vários tipos de cirurgias, apresentando entre outras vantagens, a analgesia pós-operatória. O objetivo deste estudo foi avaliar o ritmo de infusão de propofol e a recuperação pós-anestésica de crianças submetidas à cirurgia abdominal alta sob anestesia peridural torácica com ropivacaína a 0,2%, associada à anestesia geral com propofol ou propofol mais sufentanil. MÉTODO: Vinte e seis crianças ASA I, II e III, com idades entre 0 e 4 anos, submetidas à cirurgia abdominal alta foram selecionadas para anestesia peridural torácica (T7-T8 com ropivacaína a 0,2% (1,5 ml.kg-1. Foram divididas aleatoriamente em dois grupos: Propofol (infusão de propofol e Sufentanil (infusão de propofol mais sufentanil 1 µg.kg-1. Os ritmos de infusões de propofol foram de 20 e 10 mg.kg-1.h-1 nos grupos Propofol e Sufentanil, respectivamente, ajustadas de modo a manter a pressão arterial cerca de 20% dos valores pré-indução e interrompidas 10 a 15 minutos antes do final estimado da cirurgia. A recuperação pós-anestésica foi avaliada através de uma escala modificada de Aldrete-Kroulik e a sedação avaliada através de uma escala de 5 pontos. RESULTADOS: Duas crianças de cada grupo foram excluídas por problemas técnicos. O ritmo de infusão foi significativamente menor no grupo Sufentanil em relação ao grupo Propofol durante 100 minutos após o início da cirurgia. Os tempos para extubação e transferência para a sala de recuperação pós-anestésica (SRPA foram significativamente menores no grupo Propofol, porém a intensidade e a duração da sedação foram maiores nesse grupo em relação ao grupo Sufentanil. Os escores de recuperação foram similares nos dois grupos. Após 3 horas na SRPA, todos pacientes haviam atingido os critérios para transferência para as enfermarias. Hipotensão arterial transitória foi observada em 2

  6. Sobrecarga de trabalho da Enfermagem e incidentes e eventos adversos em pacientes internados em UTI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Cristina Zago Novaretti

    2014-10-01

    Full Text Available Estudo prospectivo, tipo coorte que visou identificar a influência da sobrecarga de trabalho da Enfermagem na ocorrência de incidentes sem lesão e eventos adversos em 399 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI. Para coleta de dados, foi aplicado um questionário estruturado e feita análise de prontuários. Nessas admissões, aproximadamente 78% dos incidentes sem lesão e eventos adversos em pacientes foram relacionados à esfera da Enfermagem. Essas ocorrências foram atribuídas à sobrecarga de trabalho, aumentaram o número de dias de internação e o risco de óbito dos pacientes estudados. É fundamental que os gerentes de enfermagem atuem no processo de gestão de pessoas no âmbito hospitalar, evitando a sobrecarga de trabalho e proporcionando, consequentemente, aumento da segurança do paciente.

  7. Dislipidemia em pacientes com dermatomiosite juvenil

    OpenAIRE

    Katia Tomie Kozu

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a presença de dislipidemia em pacientes com dermatomiosite juvenil (DMJ) e seus possíveis fatores de risco. MÉTODO: 25 pacientes com DMJ foram comparados a 25 controles de acordo com dados demográficos, composição corporal, perfil lipídico, glicêmico, autoanticorpos e enzimas musculares. Foram avaliados os instrumentos de atividade da DMJ: Disease Activity Score (DAS), Childhood Myositis Assessment Scale (CMAS), Manual Muscle Testing (MMT), Myositis Disease Activity Assessme...

  8. Terapia em paciente com disfunção temporomandibular muscular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Avrella

    2015-11-01

    Full Text Available Objetivo. Relatar um caso clínico de uma paciente jovem com disfunção temporomandibular muscular (DTM. Materiais e métodos. O estudo foi realizado em uma clínica odontológica de ensino superior, utilizando a aplicação de calor úmido, exercícios ativos e agulhamento seco. Resultados. Paciente feminina, 31 anos, relatando dor na região parotídea-massetérica bilateral, sendo diagnosticada com DTM muscular bilateral em masseter com presença de pontos gatilho. Para o tratamento foi realizado a termoterapia pela utilização do calor úmido, fisioterapia com exercícios ativos de relaxamento, agulhamento seco utilizando agulhas filiformes sólidas e, Terapia Cognitiva Comportamental, com melhora importante referida pela paciente. Discussão. Dentre as formas de tratamento para DTM muscular encontram-se as técnicas utilizadas com a paciente em estudo, as quais proporcionando uma melhora biopsicossocial. Conclusão. As técnicas de tratamento realizadas foram efetivas para o tratamento da paciente, proporcionando alívio da dor e melhora nos sintomas.

  9. Avaliação e tratamento da hiperglicemia em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Verçoza Viana

    2014-03-01

    Full Text Available A hiperglicemia é um problema frequentemente encontrado em pacientes graves em ambiente de terapia intensiva. Sua presença se associa ao aumento da morbidade e da mortalidade, independentemente da causa da admissão (infarto agudo do miocárdio, condição após cirurgia cardiovascular, acidente vascular cerebral e sepse. Entretanto, permanecem muitas dúvidas com relação à fisiopatologia e, particularmente, em relação ao tratamento da hiperglicemia no paciente graves. Na prática clínica, devem ser levados em consideração diversos aspectos para o controle desses pacientes, inclusive os alvos de glicemia, o histórico de diabetes mellitus, a via de nutrição (enteral ou parenteral e o equipamento de monitoramento disponível, o que aumenta substancialmente a carga de trabalho dos profissionais envolvidos nesse tratamento. Esta revisão descreveu a epidemiologia, a fisiopatologia, o tratamento e o monitoramento da hiperglicemia no paciente adulto grave.

  10. Validade do sintoma tosse para o diagnóstico de tuberculose pulmonar em pacientes internados em hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Berenice das Dores Gonçalves

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a acurácia do sintoma tosse como um critério diagnóstico de tuberculose pulmonar (TBP em pacientes internados em um hospital universitário. MÉTODOS: foi conduzida uma avaliação de teste diagnóstico em pacientes com idade ≥15 anos internados em hospital geral de Niterói-RJ, Brasil, em 2011 e 2012. RESULTADOS: foram incluídos 3.677 pacientes, dos quais 608 apresentaram tosse e 15 foram diagnosticados com TBP; entre 184 pacientes sintomáticos respiratórios, 10 foram diagnosticados com TBP; a acurácia do sintoma tosse para a identificação de pacientes com TB foi de 83,4%; a ausência de tosse revelou-se um bom indicador para o descarte do diagnóstico (valor preditivo negativo de 99,7%; todavia, o valor preditivo positivo foi baixo (0,99. CONCLUSÃO: a tosse produtiva apresentou boa acurácia, embora, isoladamente, não seja um bom sintoma de rastreio da TBP em ambientes hospitalares; torna-se necessário identificar outros sintomas e sinais para rastreio e diagnóstico precoce em hospitais.

  11. Pancreatite crônica: resultados do tratamento cirúrgico em 74 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olívio Louro Costa

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as indicações, técnicas e resultados do tratamento cirúrgico de 74 pacientes operados por complicações da pancreatite crônica. MÉTODO: Foram pacientes consecutivos, estudados prospectivamente pelo preenchimento de um protocolo individual, no período de 1971 a 2000. Foram realizadas cirurgias de derivação e ressecção. O acompanhamento foi feito pelo agendamento de consultas no ambulatório, por convocação por cartas e telefonemas. RESULTADOS: Dos 270 pacientes com pancreatite crônica, acompanhados pelo Serviço, 74 (27,4% foram operados. Destes 74 pacientes, 97,7% eram do sexo masculino e a idade variou de 15 a 63 anos, com média de 39,4 anos para alcoolistas e 33,1 para aqueles com outras etiologias. O alcoolismo foi a causa da doença em 68 pacientes (90,5% e os outros casos estiveram relacionados a hiperparatiroidismo(1, pancreatite hereditária (1, fibrose retroperitoneal (1 e em três casos a etiologia não foi definida. As seguintes causas únicas ou associadas definiram a indicação cirúrgica:1. dor em 44,6% dos pacientes; 2. compressão de vias biliares em 28,4%; 3. pseudocistos em 12,2%; 4. fístulas internas em 10,8%. Cinqüenta pacientes (67,5% foram submetidos a operações de derivação e 24 (32,5% a cirurgias de ressecção. Oito pacientes derivados (16,0% complicaram, ocorrendo três óbitos; dez ressecados (41,6% complicaram, com cinco óbitos. Os óbitos estiveram relacionados a abscessos, às deiscências e às hemorragias cirúrgicas. CONCLUSÕES: As cirurgias de derivação mostraram-se mais seguras e as complicações que evoluíram com infecção foram as mais graves e ocorreram com mais freqüência nas ressecções.

  12. Factores de riesgo asociados a íleo posquirúrgico prolongado en pacientes sometidos a resección electiva de colon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.A. Juárez-Parra

    2015-10-01

    Conclusiones: La presencia de estos factores de riesgo pueden servir como alertas para un seguimiento más cercano en pacientes de alto riesgo de íleo postoperatorio. El uso de anestesia peridural pudiera disminuir la incidencia de íleo.

  13. Prevalência de Fatores de Risco Cardiovascular em Pacientes em Hemodiálise - O Estudo CORDIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jayme Eduardo Burmeister

    2014-06-01

    Full Text Available Fundamentos: Há uma carência de dados epidemiológicos sobre o perfil de risco cardiovascular nos pacientes renais crônicos em hemodiálise no Brasil. Objetivo: O estudo CORDIAL foi planejado para avaliar fatores de risco cardiovascular e acompanhar a evolução de uma população em programa de hemodiálise numa cidade metropolitana do Brasil. Métodos: Todos os pacientes em hemodiálise por doença renal crônica nos quinze centros de nefrologia de Porto Alegre foram considerados para inclusão na fase inicial do estudo CORDIAL. Dados clínicos, laboratoriais e demográficos foram obtidos nos registros médicos, e em entrevistas individuais estruturadas realizadas com todos os pacientes por pesquisadores treinados. Resultados: Foram incluídos 1215 pacientes (97,3% de todos os que estavam em hemodiálise na cidade de Porto Alegre. A média de idade era 58,3 anos, 59,5% eram homens e 62,8% eram brancos. A prevalência de fatores de risco cardiovascular encontrada foi 87,5% para hipertensão, 84,7% para dislipidemia, 73,1% para sedentarismo, 53,7% para tabagismo e 35,8% para diabetes. Em uma análise multivariada ajustada, sedentarismo (p = 0,032; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,15, dislipidemia (p = 0,019; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,14, e obesidade (p < 0,001; RP 1,96 - IC95%: 1,45-2,63 foram mais frequentes em mulheres; e hipertensão (p = 0,018; PR 1,06 - IC95%: 1,01-1,11 e tabagismo (p = 0,006; RP 2,7 - IC95%: 1,79-4,17 foram mais frequentes naqueles com menos de 65 anos. Sedentarismo apresentou uma associação independente com tempo em diálise inferior a 12 meses (p < 0,001; RP 1,23 - IC95%: 1,14-1,33. Conclusão: Pacientes em hemodiálise nesta metrópole do sul do Brasil apresentaram uma prevalência elevada de fatores de risco cardiovascular similar a diversos países do hemisfério norte.

  14. Prevalência da fragilidade entre os pacientes com doença renal crônica em tratamento conservador e em diálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Novais Mansur

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Fragilidade é um estado de vulnerabilidade fisiológica do paciente que se associa ao maior número de hospitalização e óbito. OBJETIVOS: Avaliar a prevalência de fragilidade e os fatores a ela associados em pacientes com doença renal crônica (DRC em tratamento conservador (TC, hemodiálise (HD e diálise peritoneal (DP. MÉTODOS: A fragilidade foi avaliada em 146 pacientes (86 em TC, 37 em HD e 23 em DP e caracterizada como fraqueza muscular e exaustão - pelos domínios do aspecto físico e da vitalidade, respectivamente, avaliados pelo questionário SF-36 de qualidade de vida; como inatividade física caso a resposta fosse "nunca" ou "quase nunca" - quando questionado sobre a prática de atividade física; e como perda de peso não intencional (> 4,5 kg por ano. Os pacientes foram divididos em três grupos: não frágeis (NF, pré-frágeis (PF e frágeis (F. As variáveis demográficas, clínicas e laboratoriais foram extraídas dos prontuários dos pacientes. RESULTADOS: A fragilidade foi caracterizada em 36% dos pacientes em TC, 37,8% em HD e 47,8% em DP. Foi diagnosticada em 36,8% dos pacientes com idade entre 20 e 40 anos e 40,3% daqueles entre 41 e 60 anos. A fragilidade associou-se significativamente ao uso de vitamina D (r = 0.16; p = 0.03, hemoglobina (r = -0.14; p = - 0.02 e paratormônio intacto (r = 0.16; p = 0.03. CONCLUSÕES: A fragilidade é frequente entre os pacientes com DRC em tratamento conservador e dialítico, mesmo naqueles não idosos. Nos pacientes estudados, o fenótipo de fragilidade se associou com o não uso de vitamina D, menores níveis séricos de hemoglobina e níveis mais elevados de paratormônio.

  15. Profilaxia para úlcera de estresse em pacientes internados em UTI pediátrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taisa E. Araujo

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a utilização de profilaxia para úlcera de estresse (UE, em pacientes internados, de cinco unidades de terapia intensiva pediátrica (UTIP de Porto Alegre (RS. MÉTODOS: Estudo multicêntrico, prospectivo, transversal, observacional. Foram avaliados os prontuários dos pacientes internados em dia definido para visitação, entre abril de 2006 e fevereiro de 2007, excluindo os avaliados em visitas anteriores e aqueles com hemorragia digestiva alta na admissão. Foram avaliados a idade, o gênero, o diagnóstico na admissão, a gravidade da doença, o uso de profilaxia para UE, a sua justificativa e o medicamento profilático utilizado como primeira escolha. As variáveis foram descritas como frequências absoluta e relativa, ou média e desvio padrão/mediana, e intervalo interquartil (IQ. Os testes qui-quadrado de Pearson, de tendência linear, ou exato de Fisher foram utilizados para avaliar as associações. O nível de significância adotado foi de 5%, sendo estatisticamente significativo p < 0,05. RESULTADOS: Foram avaliados 398 pacientes, sendo 57% do gênero masculino. A mediana de idade foi de 16 meses (IQ4-65 e mediana de permanência em UTIP foi de 4 dias (IQ1-9. O principal motivo de internação foi doença respiratória (32,7%. Usaram profilaxia 77,5% dos pacientes, variando de 66 a 91%; a ventilação mecânica (22,3% foi a justificativa mais prevalente, seguida de rotina informal do serviço (21,4%. Apenas uma das UTIP tinha protocolo assistencial para profilaxia de UE. A ranitidina foi o medicamento mais empregado (84,5%. CONCLUSÕES: O uso de profilaxia para UE foi prática frequente nas UTIP avaliadas, sendo a ranitidina a droga de escolha. Entre as justificativas, a ventilação mecânica e o uso baseado em rotinas institucionais foram as mais prevalentes.

  16. EQUOTERAPIA E COGNIÇÃO EM PACIENTES AUTISTAS: UM ESTUDO DE CASO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rose–Lídice Holanda

    2017-06-01

    Full Text Available O autismo é uma síndrome comportamental com etiologias diferentes, onde a sintomatologia foi organizada por uma tétrade clínica. A equoterapia é considerada como um conjunto de técnicas reeducativas que agem para superar danos sensoriais, motores e comportamentais, que tem como meio o cavalo. O estudo teve como objetivo avaliar á intervenção da equoterapia em pacientes com autismo. Foi realizado um estudo com um paciente autista praticante de equoterapia na cavalaria da Polícia Militar do Ceará, onde foi aplicado o teste MoCA em dois momentos, para avaliar a cognição. A pesquisa foi realizada em 2008.. O projeto foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa, do Hospital Geral de Fortaleza com parecer aprovado sob nº de protocolo 070801/08. Como resultado verificou-se no primeiro momento uma pontuação de 16 pontos e num segundo momento, pontuou 14 pontos, totalizando 30 pontos. Houve um aumento de pontos em alguns aspectos, como também uma diminuição, durante aplicação do teste MoCA. Concluímos que o paciente não apresentou uma melhora significativa devido a variável tempo e psicológico. Podendo este fato está relacionado com o quadro de alteração psicológica, notando-se um estado depressivo com uma diminuição de interesses do paciente. É relevante a realização da equoterapia em pacientes autistas, melhorando assim sua autoestima, proporcionando uma melhora e uma qualidade de vida.

  17. Psoríase em paciente HIV positivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario León Silva-Vergara

    1996-12-01

    Full Text Available Dois pacientes com síndrome de imunodeficiência adquirida (SIDA desenvolveram psoríase, um com quadro mais grave e outro com apresentação mais benigna, sendo tratados com zidovudine na dose oral de 200mg a cada oito horas. No primeiro caso, a resposta terapêutica foi completa e, após nove meses em esquema de manutenção, o paciente se apresenta sem nenhuma lesão. No segundo, a despeito de resposta evidente, após seis meses de tratamento, o paciente ainda apresenta descamação furfurãcea a nível dos membros inferiores, mesmo em uso de medicação.Two patients with the acquired immunodeficiency syndrome (AIDS developed psoriasis, one of them presenting the more severe form and the other one the milder form of the disease, were treated with zidovudine per oral via, 200mg 3 times a day. In the first case the therapeutical response was complete. No lesion was verified in the patient after 9 months under maintenance schedule. In the second case, despite the response being clear, after 6 months of treatment, the patient still presented furfuraceous scalings at limbs even under the medication schedule.

  18. Qualidade do sono em pacientes fibromiálgicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Florinda Freire Moro

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a qualidade do sono em paciente fibromiálgicos, identificando seus principais hábitos noturnos e verificando os possíveis fatores que influenciam na qualidade do sono. Métodos: Pesquisa observacional, transversal, de caráter quantitativo, realizada em ambulatório de fisioterapia no período março a abril de 2012. Participaram 24 pacientes fibromiálgicos, independente do sexo e idade. Aplicou-se um questionário baseado no Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI para avaliar a qualidade e hábitos noturnos. As informações foram analisadas através de estatística descritiva. Resultados: Em relação à latência do sono, apenas 1 (4,2% leva para dormir um tempo menor ou igual a 15 min e 19 (79,2% apontaram dificuldade de “não adormecer em até 30 min” por mais de 3 vezes por semana. O componente “sentir dor” e o “acordar no meio da noite” tiveram maiores influências no distúrbio do sono destes pacientes. Quanto à duração do sono, 7 (29,2% dormem menos que 5 horas. Sobre a eficiência do sono, 12 (50,0% possuíam uma eficiência do sono superior a 85%, 10 (41,7% possuíam eficiência do sono entre 75-84% e apenas 2 (8,33% eficiência de 65-74%. Quanto ao uso de medicação para dormir, 12 (50% não usaram durante o mês e 12 (50% usavam entre 3 ou mais vezes durante a semana. Conclusão: Os pacientes com fibromialgia no presente estudo apresentaram um declínio na qualidade e eficiência do sono, sendo influenciados pela latência e duração do sono, presença de dor e despertar noturno. doi: 10.5020/18061230.2014.p72

  19. Qualidade do sono em pacientes fibromiálgicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Florinda Freire Moro

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a qualidade do sono em paciente fibromiálgicos, identificando seus principais hábitos noturnos e verificando os possíveis fatores que influenciam na qualidade do sono. Métodos: Pesquisa observacional, transversal, de caráter quantitativo, realizada em ambulatório de fisioterapia no período março a abril de 2012. Participaram 24 pacientes fibromiálgicos, independente do sexo e idade. Aplicou-se um questionário baseado no Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI para avaliar a qualidade e hábitos noturnos. As informações foram analisadas através de estatística descritiva. Resultados: Em relação à latência do sono, apenas 1 (4,2% leva para dormir um tempo menor ou igual a 15 min e 19 (79,2% apontaram dificuldade de “não adormecer em até 30 min” por mais de 3 vezes por semana. O componente “sentir dor” e o “acordar no meio da noite” tiveram maiores influências no distúrbio do sono destes pacientes. Quanto à duração do sono, 7 (29,2% dormem menos que 5 horas. Sobre a eficiência do sono, 12 (50,0% possuíam uma eficiência do sono superior a 85%, 10 (41,7% possuíam eficiência do sono entre 75-84% e apenas 2 (8,33% eficiência de 65-74%. Quanto ao uso de medicação para dormir, 12 (50% não usaram durante o mês e 12 (50% usavam entre 3 ou mais vezes durante a semana. Conclusão: Os pacientes com fibromialgia no presente estudo apresentaram um declínio na qualidade e eficiência do sono, sendo influenciados pela latência e duração do sono, presença de dor e despertar noturno.

  20. Interações Medicamentosas Potenciais em Pacientes de Unidades de Terapia Intensiva

    OpenAIRE

    Liliana Batista Vieira; Adriano Max Moreira Reis; Rhanna Emanuela Fontenele Lima de Carvalho; Leila Márcia Pereira de Faria; Silvia Helena de Bortoli Cassiani

    2012-01-01

    O objetivo do estudo é determinar a frequência de interações fármaco-fármaco em prescrições de pacientes internados em unidades de terapia intensiva e analisar os fatores associados relativos à farmacoterapia e ao paciente. O estudo descritivo transversal foi realizado em dois hospitais de ensino da região centro oeste do Brasil. As interações medicamentosas potenciais foram identificadas nas prescrições do primeiro dia (24 horas) e do quinto dia (120 horas) de interna...

  1. Ploidia de DNA em astrocitomas: estudo em 66 pacientes brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    KRUTMAN-ZVEIBIL DEBORAH

    1999-01-01

    Full Text Available A determinação do conteúdo de DNA nuclear (fração de fase S e ploidia de DNA foi realizada por meio de análise de imagem em 66 astrocitomas, a partir de material fixado em formalina e seccionado em cortes de 5 micrômetros corados pela técnica de Feulgen. Nossos resultados mostraram forte relação entre a idade do paciente, grau histológico e sobrevida , com a ploidia de DNA e o percentual de células em fase de síntese. A análise da atividade proliferativa de astrocitomas intracranianos é a nosso ver muito útil no entendimento do comportamento biológico , do prognóstico e para o planejamento terapêutico dessas lesões.

  2. Distúrbios de memória em pacientes epilépticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    STELLA FLORINDO

    1999-01-01

    Full Text Available O autor estudou distúrbios de memória em pacientes epilépticos com crises parciais complexas (CPC, com os objetivos de: 1 identificar estes distúrbios; e 2 comparar os resultados dos pacientes com os dos controles. Foram estudados 50 pacientes adultos e 20 sujeitos sem enfermidades neuropsiquiátricas. Os métodos consistiram em: 1 investigação da atividade mnemônica através do Teste de Memória de Wechsler (subtestes: Armazenamento e Recuperação, Memória Recente e Memória Imediata; e 2 comparação entre os resultados de ambos os grupos. 3 associação entre SPECT Cerebral e atividade mnemônica. Nos três subtestes, os pacientes apresentaram desempenho cognitivo significativamente inferior ao dos controles (p <0,05. Constatou-se a associação entre hipofluxo em região temporal esquerda e distúrbio da memória nos três subtestes. Concluiu-se que há associação entre CPC e distúrbios da atividade mnemônica.

  3. Cuidar de pacientes em fase terminal: a experiência de alunos de medicina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lúcia Araújo Sadala

    2008-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi compreender os significados que alunos de medicina atribuem à experiência de cuidar de pacientes em fase terminal. Os dados foram coletados mediante entrevistas individuais com vinte e quatro estudantes de medicina de uma universidade paulista. As convergências dos depoimentos dos participantes foram agrupadas em três categorias: a deparando-se com o mundo da doença terminal/morte; b relação com o paciente e sua família; c reflexão sobre o cuidar do paciente terminal. Nos depoimentos, os estudantes expressam ansiedade ao cuidar deste tipo de paciente, assim como as dificuldades em lidar com os próprios sentimentos. Consideram-se pouco preparados para relacionar-se com esses pacientes, mas aprenderam com a experiência vivida. Os resultados do estudo apontam para a necessidade de se introduzirem, na formação médica, conteúdos visando desenvolver competências interpessoais e capacidade de reflexão sobre questões de ética e deontologia médica, envolvendo a terminalidade da vida.

  4. Massa óssea em pacientes com anorexia nervosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Evaldo dos

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a ingestão diária de cálcio e estabelecer sua correlação com a densidade óssea de pacientes com anorexia nervos. PACIENTES E MÉTODOS: quatorze mulheres com anorexia nervosa registraram, em diário alimentar padronizado, sua ingestão em 24 horas e foram submetidas ao exame de densitometria óssea. A análise estatística foi feita pelos testes do c² e correlação de Pearson, adotando-se como significância estatística p<0,05. RESULTADOS: a média da densidade óssea na coluna lombar foi de 0,95 ± 0,15 e no colo do fêmur foi de 0,88 ± 0,26. Houve correlação significativa entre o tempo de amenorréia e a perda de massa óssea, tanto na coluna lombar (r=-0,65; p=0,01 como no fêmur (r=-0,71; (p=0,0068. Com exceção de uma paciente, todas apresentavam ingestão de cálcio inferior ao recomendado pelo RDA, com média de 554,5 mg/dia (variando de 120 a 840 mg/dia. Observou-se que 64% das pacientes apresentavam algum grau de perda de massa óssea (osteopenia ou osteoporose na coluna e 57% no fêmur. Das seis pacientes com déficit na ingestão de cálcio inferior a 60%, nenhuma apresentou osteoporose, ao passo que das oito pacientes com déficit superior a 60% na ingestão de cálcio, três tinham osteoporose. CONCLUSÃO: Pacientes com anorexia nervosa têm baixa ingestão de cálcio e perda significativa de massa óssea, que estão diretamente relacionadas entre si. A baixa densidade óssea está, também, correlacionada com o tempo de amenorréia.

  5. Espectro óculo-aurículo-vertebral em pacientes com defeitos cardíacos congênitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Fabiano Machado Rosa

    2010-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Há poucos estudos avaliando a frequência do espectro óculo-aurículo-vertebral (EOAV nos pacientes com defeitos cardíacos congênitos (DCC. OBJETIVO: Verificar a frequência do EOAV em uma amostra de pacientes com malformações cardíacas graves. MÉTODOS: Avaliamos uma coorte prospectiva de pacientes com DCC, admitidos em uma unidade de terapia intensiva (UTI cardiopediátrica no Brasil. O diagnóstico de EOAV foi feito com base em dados clínicos, considerando critérios padrões. Os pacientes que preenchiam esses critérios foram submetidos ao cariótipo de alta resolução com bandamento GTG e hibridização fluorescente in situ para a microdeleção 22q11.2. O teste exato de Fisher (P < 0,05 foi usado para as análises estatísticas. RESULTADOS: Durante o período de avaliação, 330 pacientes foram hospitalizados pela primeira vez na UTI, mas trinta deles não participaram deste estudo. Dos 300 pacientes que constituíram a amostragem final, o EOAV foi verificado em três casos (1%. Todos apresentaram estudos citogenéticos normais. CONCLUSÃO: O EOAV parece ser uma condição frequente em pacientes com DCC. Contudo, não podemos excluir a possibilidade de que a frequência de EOAV encontrada em nosso estudo possa ter sido subestimada devido à baixa taxa de detecção pré-natal de DCC e ao acesso limitado dos pacientes ao tratamento médico apropriado em nosso meio. Estudos prospectivos futuros com critérios clínicos bem definidos e pacientes com defeitos leves e graves serão importantes para avaliar o papel do EOAV na população em geral de indivíduos com malformações cardíacas.

  6. Achados tomográficos em 1000 pacientes consecutivos com antecedentes de crises epilépticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Trentin Ana Paula

    2002-01-01

    Full Text Available Analizamos retrospectivamente as tomografias computadorizadas (TC de crânio de 1000 pacientes consecutivos, com história clínica de crises epilépticas classificadas do ponto de vista clínico em generalizadas (CG e parciais (CP. Nossos resultados mostraram a presença de CG em 70,7% dos pacientes, sendo 57,1% do sexo masculino e 42,9% do sexo feminino e, CP em 29,3%, sendo 60,0% do sexo maculino e 40,0% do sexo femninino. As faixas etárias de maior incidência foram entre 0 a 10 (31,0% e 11 a 20 (21,8% anos nos pacientes com CG e 0 a 10 (24,5%, 21 a 30 (16,7% e 31 a 40 anos (18,4% nos pacientes com CP. Os resultados tomográficos no grupo com CG foram: normais (48,8% e alterados em 51,2%, sendo esses achados definidos como calcificações/cisticercose (14,0%, neurocisticercose/cistos (9,6% hidrocefalia (4,4%, infarto (4,2%, indefinido (4,0%, tumor (2,5% entre outros (12,5,%. Nos pacientes com CP os exames tomográficos foram normais em 37,4%, alterados em 62,7%, tendo os diagnósticos de neurocisticercose/cistos (12,2%, calcificações/cisticercose (11,2%, tumor (10,5%, indefinido (8,1%, infarto (5,4%, hidrocefalia (3,7% e outros (11,6%. Salientamos a importância da TC em pacientes com epilepsia, particularmente para o diagnóstico de neurocisticercose.

  7. Fatores terapêuticos em um grupo de apoio para pacientes psiquiátricos ambulatoriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guanaes Carla

    2001-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO/OBJETIVOS: O emprego da psicoterapia de grupo no atendimento em saúde mental, sobretudo em contextos institucionais, tem se expandido aceleradamente, não havendo uma expansão correlata de pesquisas na área, conforme aponta a literatura especializada. Objetivou-se compreender algumas possibilidades e alguns limites de um grupo de apoio de curta duração (16 sessões para pacientes psiquiátricos ambulatoriais, investigando os fatores terapêuticos que operam nesse grupo, segundo a percepção de seus participantes. MÉTODOS: Questionários do Incidente Crítico (QIC, observação e registro do grupo, consultas aos prontuários dos pacientes e notas de campo constituíram as fontes de dados. A análise das respostas dos pacientes ao QIC foi realizada por procedimentos de avaliação categorial de conteúdo, tendo como base um sistema descritivo dos fatores terapêuticos proposto na literatura. As demais fontes foram tomadas como dados de contexto dos sentidos produzidos pelos pacientes em suas respostas ao QIC. RESULTADOS: Os resultados remetem a dez categorias derivadas da percepção dos pacientes, indicativas de vivências terapêuticas e não-terapêuticas no grupo. DISCUSSÃO/CONCLUSÃO: Este estudo possibilita uma compreensão sobre o modo como os pacientes vivenciaram o processo desse grupo, tendo em vista os sentidos que produziram a partir de sua participação neste, e, em conjunção com a compreensão de seus quadros clínicos, situa algumas possibilidades e alguns limites desse tipo de tratamento em saúde mental, considerando o contexto em que ocorre e a clientela que usualmente o integra.

  8. Efeitos da analgesia peridural e do bloqueio contínuo do plexo lombar sobre a reabilitação funcional após artroplastia total do quadril Efectos de la analgesia epidural y del bloqueo continuo del plexo lumbar sobre la rehabilitación funcional después de la artroplastia total de cadera Effects of epidural analgesia and continuous lumbar plexus block on functional rehabilitation after total hip arthroplasty

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Teixeira Domingues Duarte

    2009-10-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor após artroplastia total do quadril (ATQ é intensa e agravada pelas mobilizações, o que demanda técnica analgésica eficaz e que permita mobilidade precoce, participação nas atividades de reabilitação e rápida recuperação funcional. O objetivo do estudo foi comparar os efeitos das técnicas de analgesia controlada pelo paciente (ACP pelas vias peridural e perineural do plexo lombar sobre a reabilitação funcional em pacientes submetidos à ATQ. MÉTODO: Pacientes estado físico ASA I a III foram alocados aleatoriamente nos grupos Peridural e Lombar. Para a ATQ, foi realizada anestesia peridural lombar contínua com ropivacaína a 0,5% (Peridural ou bloqueio contínuo do plexo lombar com ropivacaína a 0,5% (Lombar. Na sala de recuperação, iniciou-se ACP com infusão de ropivacaína a 0,2% (Lombar ou ropivacaína a 0,2% + fentanil 3 µg.mL-1 (Peridural. A eficácia da analgesia nas primeiras 48 horas após a ATQ (escores de dor, consumo de morfina de resgate e de bolos da bomba de ACP foi comparada entre os grupos. Diferentes parâmetros da reabilitação pós-operatória foram estudados. RESULTADOS: Quarenta e um pacientes foram submetidos à análise estatística. Os escores de dor em repouso foram semelhantes nos dois grupos. Apesar do controle mais efetivo da dor dinâmica no grupo Peridural e o uso de morfina ter sido maior, mais frequente e mais precoce no grupo Lombar, não houve diferença entre os grupos em nenhum dos parâmetros estudados de reabilitação. As técnicas de analgesia não influenciaram as falhas no processo de reabilitação. CONCLUSÕES: A maior efetividade da analgesia peridural não se traduziu em melhora no processo de reabilitação, nem reduziu o tempo necessário para alcançar os desfechos estudados.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El dolor después de la artroplastia total de la cadera (ATC es intenso y se agrava por los movimientos, lo que demanda una técnica analg

  9. Achados oculares em pacientes com mielomeningocele: 72 casos Ocular findings in 72 patients with meningomyelocele

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Fialho Cronemberger

    2000-10-01

    Full Text Available Objetivo: Estudar as alterações oculares em pacientes com mielomeningocele. Material e Método: Realizado estudo retrospectivo em 72 pacientes com mielomeningocele, descrevendo as alterações oculares presentes nessa população, além de correlacionar com a presença ou não de hidrocefalia. Resultados: Dos 72 pacientes com mielomeningocele, com idade variando de 5 meses a 18 anos, 64 (88,9% pacientes tinham hidrocefalia. Destes 64 pacientes, 36 (56,3% tinham estrabismo, sendo que 21 (58,3% eram endotrópicos, 13 (36,1% exotrópicos, 1 (2,8% exofórico e 1 (2,8% com estrabismo discinético. Do total dos 72 pacientes estudados 38 (52,8% eram estrábicos. A anisotropia foi encontrada em 16 (22,2% pacientes, sendo que em 14 (87,5% em A e em 2 (12,5% em V. Todos os 16 pacientes com anisotropia apresentavam hidrocefalia. O erro refrativo mais freqüente foi a hipermetropia encontrada em 64 (44,4% olhos. Atrofia óptica foi encontrada em 9 (12,5% pacientes. Conclusão: A mielomeningocele, associada a hidrocefalia, apresenta uma porcentagem de estrabismo maior do que o encontrado na população normal.Purpose: To study ocular findings in patients with meningomyelocele. Methods: A retrospective study of 72 patients with myelomeningocele was performed to evaluate ocular motility disorders, refractive errors and indirect ophthalmoscopy findings. Results: In a group of 72 patients with myelomeningocele, aged 5 month -- 18 years, 64 (88.9% had hydrocephalus. Of this group of 64 patients, 36 (56.3% had strabismus, 21 (58.3% of whom were esotropic, and 13 (36.1% exotropic, 1 (2.8% exophoric and 1 (2.8% presented sometimes esotropia and sometimes exotropia. Of the total of 72 studied patients, 38 (52.8% had strabismus. Anisotropia was found in 16 (22.2% patients, 14 (87.5% with an A pattern and 2 (12.5% with a V pattern. The most frequent refractive error was hyperopia, found in 64 (44.4% eyes. All the 16 patients with anisotropia had hydrocephalus

  10. Prevalência de deficiência de vitamina D em pacientes com úlceras de perna de etiologia venosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudine Juliana C Burkievcz

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar se a prevalência da deficiência de vitamina D em indivíduos com úlcera de perna de causa venosa é maior do que em população controle. MÉTODOS: Estudaram-se os níveis séricos de 25-OH-vitamina D por quimioluminescência em 27 portadores de úlcera venosa crônica e 58 controles do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba. RESULTADOS: Os níveis de 25-OH-vitamina D3 eram inferiores a 8 ng/dl em 11,1% dos pacientes com úlcera e 3,4% dos controles; entre 8 e 20 ng/dl em 46,1% dos pacientes com úlcera e 25,8% dos controles; entre 21 e 30 ng/dl em 22.2% dos pacientes com úlcera e 27,5% dos controles e acima de 30 ng/dl em 43,1% dos controles e 18,5% dos pacientes com úlcera (p=0,04. CONCLUSÃO: Existe aumento de prevalência de deficiência de vitamina D em pacientes com úlceras venosas crônicas de pernas.

  11. Incidência de infecções por enterobactérias resistentes a carbapenêmicos em pacientes previamente colonizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Lüttjohann Rodrigues

    2015-09-01

    Full Text Available Introdução: Nos últimos anos, a incidência mundial de enterobactérias resistentes a carbapenêmicos (ERC tem aumentado. A disseminação de ERC é preocupante considerando as limitações terapêuticas e a alta mortalidade de infecções causadas por essas bactérias. O objetivo deste estudo foi determinar a incidência de infecções por ERC em pacientes previamente colonizados. Métodos: Estudo de coorte, retrospectivo, realizado em hospital universitário de Porto Alegre, no período de janeiro a dezembro de 2014. Foram incluídos todos os pacientes com coleta de swab retal para pesquisa de ERC. Foram considerados infectados pacientes com isolado de ERC em amostra clínica que apresentaram swab retal prévio positivo para a mesma espécie. A mortalidade bruta foi analisada em 30 dias após o isolamento de ERC. Resultados: Foram coletados 2.733 swabs retais, sendo 78 (2,85% destes positivos para ERC (pacientes colonizados. Um total de 33% (26/78 dos pacientes colonizados também apresentaram ERC em amostra clínica. O tempo médio entre o isolamento de ERC em swab (colonização e em material clínico (infecção foi de 14,9 dias (± 13,6. A maior parte das amostras clínicas positivas para ERC foi em urina (46,1%; 12/26. A mortalidade foi de 61% (16/26 nos pacientes colonizados e com infecção versus 46% (24/52 nos pacientes colonizados que não desenvolveram infecção. Conclusão: Nossos dados demonstram que 1/3 de pacientes colonizados desenvolveram infecção por ERC. Foi possível observar uma mortalidade maior em pacientes infectados em relação a pacientes apenas colonizados por ERC.

  12. Estudo epidemiológico de pacientes com queimaduras por eletricidade atendidos em unidade de queimados em Recife – PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Claudia Siqueira Torquato

    2015-09-01

    Full Text Available Objetivo: verificar a frequência das queimaduras por eletricidade e perfil clínico-epidemiológico de pacientes atendidos na Unidade de Queimados em Recife-PE. Métodos: estudo retrospectivo, transversal e descritivo de pacientes com queimaduras por eletricidade atendidos na Unidade de Queimados do Hospital da Restauração (HR em Recife-PE, no período de janeiro 2007 a dezembro de 2008. Resultados: foram atendidos 115 pacientes com queimaduras por eletricidade no período de realização do estudo (média de 57,5 pacientes/ano, correspondendo a quase 8% de todas as queimaduras atendidas no serviço. Quanto ao sexo, 83,5% eram do sexo masculino e 16,5% eram do sexo feminino. A idade média foi de 27 anos. Ocorreu predominância do Médio queimado (70%. O acidente doméstico foi mais encontrado. Quanto ao tempo de hospitalização, aproximadamente 90% dos pacientes receberam alta com menos de dois meses de internação. Durante a evolução, 42,6% dos pacientes necessitaram de enxerto e 13% sofreram amputação. Nenhum óbito foi notificado no período de realização do estudo. Conclusões: a frequência de queimaduras por eletricidade em nosso estudo foi maior que as relatadas em outras séries. O perfil clínico- epidemiológico encontrado no presente estudo foi similar ao descrito na literatura.

  13. Fatores de risco da sepse em pacientes queimados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jefferson Lessa S. de Macedo

    Full Text Available OBJETIVO: Os avanços no tratamento de queimados têm reduzido as taxas de mortalidade e melhorado a qualidade de vida das vítimas de queimaduras. Entretanto, a sepse continua sendo um desafio e umas das principais causas de óbito no queimado. O objetivo deste trabalho é investigar, através de um estudo caso-controle, os fatores de risco da sepse em pacientes queimados. MÉTODO: O estudo caso-controle foi conduzido durante 12 meses, compreendendo os pacientes que foram tratados em regime de internação hospitalar na Unidade de Queimados do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN, Brasília-DF. RESULTADOS: Quarenta e nove (19,4% pacientes tiveram sepse, de um total de 252 queimados internados na Unidade de Queimados durante o periodo do estudo. Eles tiveram um ou no maximo tres episodios de sepse durante a internacao, totalizando 62 episodios. Vinte e seis (53,1% eram homens e a media de idade foi de 21,9 ± 18,9 anos (variacao de um a 89 anos. A superficie corporal queimada dos pacientes que tiveram sepse variou de sete a 84%, com uma media de 37,7 ± 18,4%, sendo significativamente superior aos controles. As principais bacterias causadoras de sepse foram Staphylococcus aureus (46,5%, Staphylococcus coagulase negativo (20,7%, Acinetobacter baumannii (12,1% e Enterobacter cloacae (12,1%. Trinta (61,2% pacientes tiveram seu primeiro episodio de sepse na primeira semana de internacao. Quanto aos fatores de risco para a ocorrencia de sepse, destacam-se os seguintes, conforme seu poder de associacao "odds ratio": o uso de tres ou mais cateteres, a presenca de duas ou mais complicacoes, a superficie corporal queimada > 30%, o agente chama aberta e o sexo feminino. No geral, a taxa de letalidade por sepse foi de 24,5%. CONCLUSÃO: Um melhor conhecimento dos fatores de risco da sepse no paciente queimado permite o tratamento precoce dessa complicação, com antibioticoterapia sistêmica adequada, contribuindo para reduzir a morbidade e a mortalidade

  14. Marcadores práticos de função renal em pacientes com cistinose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pache de Faria Guimaraes

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Cistinose é uma doença sistêmica, autossômica recessiva, que leva à insuficiência renal crônica na infância, a não ser que o tratamento com cisteamina seja iniciado precocemente. Mesmo nestas condições, os pacientes evoluem para doença renal crônica terminal por volta da segunda década da vida. Portanto, a avaliação da função renal é essencial neste grupo de pacientes. OBJETIVO: Avaliar e correlacionar a cistatina C, creatinina sérica e o clearance de creatinina pela Fórmula de Schwartz em pacientes com cistinose, com diferentes graus de função renal. MÉTODOS: Foram incluídos pacientes com menos de 18 anos de idade, com diferentes níveis de função renal, de acordo com o KDOQI em estágios 1 a 4. Nenhum dos pacientes estava em terapia de substituição renal. Foram medidos os seguintes parâmetros: cistatina C, creatinina sérica e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz. RESULTADOS: Foram analisadas 103 amostras de sangue de 26 pacientes. Foi detectada correlação significativa entre creatinina sérica e cistatina C (r = 0,81, p < 0,0001, cistatina C e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz (r = -0,84, p < 0,0001 e creatinina sérica e clearance de creatinina (r = -0,97, p < 0,0001. CONCLUSÕES: A medida da cistatina não mostrou nenhuma vantagem sobre a creatinina sérica e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz em pacientes com cistinose para avaliar o ritmo de filtração glomerular. Este é o primeiro relato sobre o valor da creatinina sérica, do clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz e da cistatina C em pacientes com cistinose.

  15. Vulnerabilidades presentes no percurso vivenciado pelos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petra Kelly Rabelo de Sousa

    2013-04-01

    Full Text Available Um grande avanço no tratamento da AIDS deu-se com o surgimento da terapia antiretroviral. Entretanto, diversas vulnerabilidades podem estar presentes no percurso vivenciado pelos pacientes durante o tratamento. Objetivou-se analisar as vulnerabilidades dos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica. Estudo qualitativo realizado com sete usuários com AIDS considerados em falha terapêutica, em uma Unidade de Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS, em Fortaleza-CE. Para interpretação dos dados, utilizou-se uma técnica de análise de conteúdo. Nos discursos, percebeu-se que os depoentes enfrentavam conflitos na família e, no ambiente de trabalho, dificuldades de relacionamento com as pessoas e estigma. Observou-se que os pacientes haviam vivenciado diversas situações que os tornaram mais suscetíveis à infecção por HIV e ao adoecimento.

  16. NGAL urinária em pacientes sem e com lesão renal aguda em unidade de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirian Watanabe

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a eficácia diagnóstica e prognóstica da lipocalina associada à gelatinase neutrofílica urinária em pacientes de unidade de terapia intensiva. Métodos: Estudo do tipo coorte, prospectivo, longitudinal desenvolvido em uma unidade de terapia intensiva clínica especializada em cardiologia. Os pacientes foram estratificados segundo os grupos sem e com lesão renal aguda, acompanhados a partir das primeiras 24 horas de internação até a alta hospitalar ou óbito. A creatinina sérica, o fluxo urinário e a lipocalina associada à gelatinase neutrofílica urinária foram coletadas em dois períodos: 24 horas e 48 horas de admissão. Resultados: Foram avaliados 83 pacientes clínicos da unidade de terapia intensiva, com predomínio do gênero masculino (57,8%. Os pacientes foram agrupados em sem lesão renal aguda (N=18, com lesão renal aguda (N=28 ou com lesão renal aguda grave (N=37. Entre os pacientes com lesão renal aguda e lesão renal aguda grave, foram prevalentes os portadores de doenças crônicas, em uso de ventilação mecânica e em terapia de substituição renal, além daqueles com maiores taxas de permanência na unidade de terapia intensiva e hospitalar, e maior mortalidade. O grupo com lesão renal aguda não apresentou alteração significativa da creatinina sérica nas primeiras 24 horas na unidade de terapia intensiva, apesar dos níveis elevados de lipocalina associada à gelatinase neutrofilica urinária demonstrados nos grupos com lesão renal aguda e lesão renal aguda grave (p<0,001. Níveis elevados de lipocalina associada à gelatinase neutrofílica urinária na amostra foram associados ao óbito. Conclusão: A elevação nos níveis de lipocalina associada à gelatinase neutrofílica urinária antecede as variações da creatinina sérica em pacientes com lesão renal aguda e pode ser associada ao óbito.

  17. Investigação da queixa de disfagia em pacientes afásicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Zazo Ortiz

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a presença e evolução da queixa de deglutição em pacientes afásicos pós- AVE e, a partir do relato dos familiares em relação à melhora das manifestações, analisar se a ocorrência da afasia interferiu no prognóstico da disfagia. MÉTODO: 30 pacientes afásicos pós-AVE na fase crônica foram entrevistados e, juntamente com seus familiares, responderam a um questionário sobre a presença e a permanência de queixas de deglutição pós-AVE e aspectos relacionados, bem como melhoras ocorridas em relação aos quadros de disfagia e afasia. Para verificar se a disfagia parece ter interferido no prognóstico da afasia, comparou-se as curvas de Kaplan-Meier dos pacientes que referiram queixas de disfagia com os que não referiram. RESULTADOS: 48% dos pacientes tiveram queixas de dificuldades de deglutição pós-AVE. Destes, 93% apresentaram mudanças positivas (melhora parcial ou total do quadro. O tempo médio para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança (espontânea ou não foi de 76 dias. 60% referiu melhora total da disfagia, sendo que 47% foram submetidos à terapia fonoaudiológica. Em relação à afasia, 87% dos pacientes referiram melhora, apesar de nenhum paciente ter referido melhora total. 57% haviam sido expostos à terapia fonoaudiológica para a afasia. O tempo médio referido para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança positiva nas manifestações foi de 183 dias. Não houve diferença significante na melhora da afasia entre o grupo com e sem queixa de deglutição. CONCLUSÕES: dos pacientes afásicos avaliados neste estudo, 48% apresentou queixa de disfagia. Verificou-se, a partir do relato dos familiares, que a ocorrência da afasia parece não ter interferido no prognóstico da disfagia.

  18. Manifestações musculoesqueléticas em pacientes submetidos à hemodiálise

    OpenAIRE

    Vieira,Walber Pinto; Gomes,Kirla Wagner Poti; Frota,Niedja Bezerra; Andrade,José Eyorand Castelo Branco; Vieira,Rejane Maria Rodrigues de Abreu; Moura,Francisca Edwiges Araújo; Vieira,Francisco José Fernandes

    2005-01-01

    As anormalidades musculoesqueléticas em pacientes submetidos à hemodiálise são numerosas e freqüentes, sendo mais prevalentes naqueles em tratamento dialítico de longa duração. A artralgia é o sintoma mais comum, ocorrendo em mais de 70% dos pacientes. O hiperparatireoidismo secundário é a principal causa da doença renal óssea, e as manifestações clínicas são: dor óssea, artralgia e prurido. A amiloidose, decorrente da deposição de proteína beta2-microglobulina nos tecidos, manifesta-se pela ...

  19. Alterações neurometabílicas avaliadas pela espetroscopia de massa em pacientes com esquizofrenia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Costa Vargas

    2015-10-01

    Full Text Available Introdução: Embora sejam observados mudanças do volume cerebral e níveis alterados de metabólitos na esquizofrenia em diversos Centros de Pesquisa (1 (2 (3, poucos estudos foram realizados em pacientes sul-americanos com esquizofrenia por meio do exame espectroscopia de ressonância magnética. Objetivos: investigar de forma abrangente estruturas cerebrais em uma amostra de pacientes que estavam em uso de antipsicóticos comparando-os ao grupo controle, formado por indivíduos saudáveis. Metodologia: foram comparados dois grupos de dez pacientes cada, sendo o primeiro com o diagnóstico de esquizofrenia e o segundo com indivíduos normais. Foram medidos metabólitos da região hipocampal e do núcleo caudado por meio de Ressonância Magnética de Espectroscopia de prótons em um único modelo voxel, utilizando uma aquisição automática da máquina. Os pacientes foram previamente entrevistados sob questionário SCID baseados nos critérios do DSM IV (4 e apenas os pacientes com diagnóstico de esquizofrenia foram incluídos. Eles estavam sob uso de diferentes antipsicóticos atípicos e foram estabilizados pelo menos durante 3 meses. Análises de variância (ANOVA foi conduzido para analisar os dados demográficos e análises de co-variância (ANCOVA foram realizados com nível metabólico como covariável para analisar os níveis de metabólitos no córtex frontal ventral lateral. Resultados: Nenhuma diferença foi encontrada em pacientes em comparação com os indivíduos saudáveis em termos de níveis de metabólitos creatina, fosfocreatina e NAA no hipocampo e núcleo caudado.

  20. Variações no posicionamento dos eixos visuais em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciela Scalco Brum

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar as variações no ângulo de posicionamento ocular pós-operatório em pacientes submetidos a cirurgias para correção de estrabismo e identificar possíveis fatores de risco associados a tal ocorrência. MÉTODOS: Foi realizado estudo retrospectivo de 819 pacientes portadores de estrabismo submetidos à cirurgia para correção do desvio ocular entre janeiro de 1995 e dezembro de 2005 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Os pacientes foram divididos em quatro grupos quanto ao tipo de desvio pré-operatório (esotropia alternante, esotropia monocular, exotropia alternante e exotropia monocular e as variações no posicionamento ocular foram quantificadas em cada grupo. RESULTADOS: A prevalência de variações no posicionamento ocular (pós-operatório maiores que 10∆ entre o total de pacientes estudado foi de 33,5% (274 pacientes. Entre estes, foi verificada maior frequência de desvios no sentido exotrópico (178 pacientes ou 65,0% do que no sentido esotrópico (96 pacientes ou 35,0%, diferença esta que foi estatisticamente significativa (teste do qui-quadrado; p<0,001. CONCLUSÕES: Instabilidade no posicionamento ocular pode ocorrer ao longo do tempo em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo. Tal ocorrência reforça a necessidade do desenvolvimento de alternativas terapêuticas a fim de proporcionar maior estabilidade ao sistema oculomotor no pós-operatório de cirurgias de estrabismo.

  1. Níveis de zinco sérico em pacientes internados com depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Saueressig

    Full Text Available RESUMO Objetivo Comparar pacientes internados com depressão e com transtorno de humor bipolar em episódio depressivo quanto aos níveis séricos de zinco. Métodos Foram incluídos 46 pacientes com idade igual ou superior a 19 anos, de ambos os sexos, internados em Unidade de Internação Psiquiátrica de um hospital universitário do sul do Brasil. Os participantes foram divididos em dois grupos: Grupo Depressão (Grupo D e Grupo com Transtorno de Humor Bipolar em episódio depressivo (Grupo THB. A análise do zinco sérico foi realizada por meio de espectrofotometria de absorção atômica. Como valores de referência para normalidade, foram adotados níveis de zinco sérico acima de 59 µg/dL para mulheres e acima de 61 µg/dL para homens. Resultados Os níveis de zinco sérico estavam dentro do padrão de normalidade em 95,7% dos pacientes. A mediana de zinco no Grupo D foi de 88,5 µg/dL e de 81,5 µg/dL no Grupo THB, porém essa diferença não foi estatisticamente significativa. O Grupo THB apresentou valores maiores de índice de massa corporal (IMC, LDL colesterol e mais internações psiquiátricas prévias. Conclusão Os resultados encontrados no presente estudo mostram que os níveis de zinco sérico em pacientes em uso de antidepressivos e outras medicações psiquiátricas, internados por THB em episódio depressivo, quando comparados a pacientes com depressão, não diferiram e estavam dentro da faixa de normalidade. O uso dessas medicações pode ter influência nas concentrações séricas do mineral.

  2. Interações Medicamentosas Potenciais em Pacientes de Unidades de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Batista Vieira

    2012-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo é determinar a frequência de interações fármaco-fármaco em prescrições de pacientes internados em unidades de terapia intensiva e analisar os fatores associados relativos à farmacoterapia e ao paciente. O estudo descritivo transversal foi realizado em dois hospitais de ensino da região centro oeste do Brasil. As interações medicamentosas potenciais foram identificadas nas prescrições do primeiro dia (24 horas e do quinto dia (120 horas de internação empregando o software Drug Reax. Dos 117 pacientes do estudo, 63,2% apresentaram interações medicamentosas potenciais nas primeiras 24 horas de internação e 68,4% pacientes em 120 horas. Houve associação estatisticamente significativa entre o número de medicamentos prescritos e a ocorrência de interações medicamentosas nos dois momentos de internação. O estudo demonstrou que a prevalência de interações fármaco-fármaco foi elevada nos hospitais investigados e que a chance de interação aumentou com o número de medicamentos prescritos, número de diagnósticos e idade maior que 60 anos. O conhecimento do mecanismo farmacológico e dos fatores de risco para interações medicamentosas potenciais contribuem para aumentar a segurança e efetividade do tratamento. Para ampliar a segurança da farmacoterapia, é essencial implementar estratégias que auxiliem a equipe de saúde a identificar as interações e implementar medidas de prevenção e monitorização de pacientes em riscos de desenvolver interações medicamentosas. A atuação do farmacêutico clínico na unidade de terapia intensiva é uma ferramenta importante para a prevenção, identificação e monitorização das interações medicamentosas.

  3. Efetividade da fonoterapia em pacientes com paralisia facial pós-parotidectomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa da Hora Machado Miranda

    2015-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi verificar a efetividade da fonoterapia em pacientes com paralisia facial decorrente da manipulação do VII nervo encefálico realizada durante o tratamento cirúrgico para neoplasia de glândula parótida, assim como, identificar e promover intervenção fonoaudiológica das alterações de sucção, mastigação e deglutição. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com análise descritiva. A avaliação constou da análise da face em repouso e em movimento, documentação fotográfica, uso do Paquímetro Digital para quantificação da paralisia facial, além da avaliação das funções estomatognáticas. A fonoterapia foi definida com base nos achados da avaliação e seguiu a necessidade de cada indivíduo. Nos resultados da avaliação pós-fonoterapia em repouso houve melhora em todos os aspectos avaliados nos quatro pacientes. Na avaliação em movimento três pacientes apresentaram movimentação mais clara da pele com aumento do número e profundidade das rugas. No registro fotográfico todos os pacientes obtiveram melhora significante nos movimentos avaliados, sendo possível observar um aumento nas linhas de expressões e maior simetria entre as hemifaces. Os valores da incompetência dos movimentos, mensurados pós-fonoterapia, demonstraram melhora significante em todos os pontos medidos. A fonoterapia proposta para os casos de paralisia facial pós-parotidectomia foi eficiente na melhora da mímica facial, sobretudo para as alterações das funções estomatognáticas. É importante salientar a necessidade de novas pesquisas envolvendo um número maior de participantes para garantir a fidedignidade dos achados.

  4. Varicela hemorrágica em paciente com Doença de Still

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Beatriz Bray Beraldo

    2010-03-01

    Full Text Available A artrite idiopática juvenil (AIJ é um processo inflamatório crônico em uma ou mais articulações que pode apresentar manifestações extra-articulares; o subtipo com comprometimento sistêmico é denominado Doença de Still. A infecção pelo Herpesvirus varicelae, apesar de apresentar caráter benigno na maioria das vezes, pode complicar-se em pacientes imunossuprimidos. Este relato trata-se de uma paciente com AIJ de início sistêmico em uso de medicamentos que levam à imunossupressão e em consequência disto, após ser acometida pelo vírus da varicela, desenvolveu complicações hemorrágicas, porém, apesar da alta taxa de mortalidade nestas ocasiões, teve uma boa evolução.

  5. Descalonamento, adequação antimicrobiana e positividade de culturas em pacientes sépticos: estudo observacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Barberena Moraes

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Avaliar a prevalência de descalonamento antibiótico em pacientes com diagnóstico de sepse grave ou choque séptico em hospital acadêmico, público e terciário, além da adequação antibiótica e da positividade de culturas. Métodos: Foram analisadas prevalência de descalonamento, adequação antibiótica e positividade de culturas entre portadores de sepse grave e choque séptico, entre abril e dezembro de 2013, em uma unidade de terapia intensiva de um hospital universitário terciário. Resultados: Entre os 224 pacientes incluídos, o descalonamento era possível em 29,4% dos casos (66 pacientes, mas foi implementado em 19,6% deles (44 pacientes. Entre os pacientes que receberam descalonamento, metade foi por estreitamento de espectro antimicrobiano. A mortalidade foi de 56,3%, não havendo diferença entre pacientes com ou sem descalonamento (56,8% versus 56,1%; p = 0,999, assim como no tempo de internação. Terapia antimicrobiana empírica foi adequada em 89% dos casos. Houve isolamento de germe em 30% de todas as culturas e em 26,3% das hemoculturas. Conclusão: A taxa de adequação antibiótica empírica foi alta, refletindo ativa política institucional de monitorização do perfil epidemiológico e protocolos institucionais de uso de antimicrobianos. No entanto, o descalonamento antimicrobiano poderia ter sido maior do que o registrado. O descalonamento não impactou mortalidade.

  6. Psicoterapia em grupo de pacientes com transtorno afetivo bipolar

    OpenAIRE

    Gomes,Bernardo Carramão; Lafer,Beny

    2007-01-01

    CONTEXTO: Vem crescendo nos últimos anos o número de estudos com abordagens psicoterápicas no tratamento de pacientes com transtorno afetivo bipolar. Contudo, pouco ainda se sabe sobre o efeito que tem estas abordagens nestes pacientes. OBJETIVO: Avaliar a efetividade da terapia de grupo no tratamento do transtorno afetivo bipolar. MÉTODO: Levantamento bibliográfico no Medline, Lilacs, PubMed e ISI de artigos publicados em língua inglesa no período de 1975 a 2005 e busca manual com base na bi...

  7. Bloqueio do nervo isquiático via médio lateral da coxa como opção anestésica no trauma: relato de caso

    OpenAIRE

    Geier, Karl Otto

    2006-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Nos pacientes com trauma de membros inferiores e com estômago cheio, tantos os bloqueios de plexos nervosos como os bloqueios de nervos periféricos isolados são procedimentos incomuns, prevalecendo os bloqueios peridural e subaracnóideo como primeira indicação. Este relato de caso registrou a escolha do bloqueio do nervo isquiático, como melhor indicação para anestesia em paciente de estômago cheio e traumatismo grave de pé. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculin...

  8. O efeito em curto prazo do bypass gástrico sobre pacientes obesos diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aluisio Stoll

    Full Text Available OBJETIVO: estudar o efeito do bypass gástrico sobre a glicemia e o uso de medicação antidiabética em pacientes obesos portadores de diabetes. MÉTODOS: estudo de coorte retrospectivo com 44 pacientes obesos portadores de DM2, provenientes de 469 pacientes submetidos ao bypass gástrico no período de dezembro de 2001 a março de 2009. Os desfechos primários avaliados foram: glicemia em jejum e a necessidade de medicação antidiabética. RESULTADOS: a população foi composta de dez (22,7% homens e 34 (77,3% mulheres, com média de idade de 45,3 (±8,23 anos e índice de massa corporal de 40,9 (±5,03 kg/m². O tempo médio de evolução do DM2 foi 63,6 (±60,9 meses. Dos 40 pacientes que utilizavam medicação para controle do DM2, 20 (50% tiveram sua medicação suspensa na alta hospitalar e 13 (32,5% até nove meses depois. Em uma paciente não foi possível avaliar o uso de medicação, sendo essa a única exclusão. A insulina foi suspensa nos dez (100% pacientes que a utilizavam, sendo seis (60% na alta hospitalar. Houve redução (P<0,05 da glicemia em jejum, em todo o período estudado, em comparação com o valor pré-operatório, e foram atingidos valores inferiores a 100mg/dl no período de sete a nove meses. CONCLUSÃO: Pacientes obesos portadores de DM2, submetidos ao bypass gástrico, apresentaram melhora do controle glicêmico e redução do uso de hipoglicemiantes em curto prazo.

  9. Duodenopancreatectomia: avaliação dos resultados em 41 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos Gomes Rocha

    Full Text Available OBJETIVO: Apresentar os resultados do Hospital Israel Pinheiro - IPSEMG em 41 duodenopancreatectomias realizadas para neoplasias. MÉTODO: Foram coletados dados referentes a 41 pacientes submetidos a duodenopancreatectomias entre 1997 e 2004. A principal operação realizada foi a Whipple "clássica" sem preservação do piloro. A anastomose pancreático-jejunal foi realizada por meio de sutura ducto-mucosa. Foram analisadas a mortalidade e as complicações pós-operatórias. Para avaliar se havia diferença de resultados com a maior experiência da equipe, o estudo foi dividido em dois períodos de quatro anos cada: 1997 a 2000 e 2001 a 2004. RESULTADOS: As complicações pós-operatórias ocorreram em 58% dos casos e a mortalidade foi de 22%. As principais complicações foram pneumonia e infecção de ferida operatória. Quatro pacientes (10% evoluíram com fistulas pancreáticas, porém obteve-se sucesso com o tratamento conservador em todos os casos. A necessidade de hemotransfusão no peroperatório relacionou-se a um pior prognóstico. Observou-se uma redução das taxas de morbi-mortalidade no período de 2001 a 2004, entretanto sem significância estatística. Os pacientes apresentaram sobrevida global em cinco anos de 35% e de 26% quando considerados apenas aqueles com adenocarcinoma de cabeça de pâncreas. CONCLUSÕES: A duodenopancreatectomia é um procedimento cirúrgico complexo, com elevada morbi-mortalidade. Entretanto, com o aumento da experiência das equipes cirúrgica, anestésica e de medicina intensiva, observa-se uma redução nas taxas de complicação.

  10. Efeitos da injeção subtenoniana posterior de corticóide em pacientes com uveíte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Finamor Luciana Peixoto

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar os efeitos da injeção subtenoniana posterior de corticóide (ISPC sobre a pressão intra-ocular (Po e acuidade visual em uma série de pacientes com uveíte. MÉTODOS: Estudo prospectivo de 18 pacientes que foram submetidos à injeção subtenoniana posterior de acetato de triancinolona (Kenalog® 40 mg - 9 pacientes, 14 injeções ou acetato de metilprednisolona (Depomedrol® 40mg - 9 pacientes, 15 injeções para tratamento de inflamação intra-ocular crônica e/ou edema macular cistóide. RESULTADOS: A acuidade visual final melhorou em 92% dos pacientes após a primeira injeção periocular de corticóide. Cinqüenta por cento melhoraram 1 linha e 42% melhoraram pelo menos 3 linhas, sendo que o tempo médio para a melhora foi de 3 semanas. Aumento da pressão intra-ocular ocorreu em 44 % dos pacientes (8 pacientes com média de 31 mmHg, variando de 21 a 38 mmHg. O aumento da pressão intra-ocular foi mais freqüente nos pacientes jovens e nos que receberam Kenalog®, com início, em média, após 2,5 semanas. CONCLUSÃO: Ainjeção subtenoniana de corticóide é uma forma de tratamento eficaz para a baixa acuidade visual secundária a alguns tipos de uveíte, como uveíte intermediária, doença de Behçet, síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada, vasculite retiniana e artrite reumatóide. Porém, pode induzir aumento da pressão intra-ocular em alguns pacientes, especialmente em crianças e jovens.

  11. Analgesia regional periférica com lidocaína em paciente queimado: relato de caso

    OpenAIRE

    Geier, Karl Otto

    2004-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A realização de anestesia regional em pacientes queimados é dificultosa pela localização aleatória das lesões térmicas. Elevadas taxas de alfa1 glicoproteína ácida com grande afinidade para drogas alcalinas, especialmente a lidocaína, têm sido observadas nesses pacientes. Este caso relata como o uso intermitente de anestesia e analgesia regional periférica com altas doses de lidocaína podem ser úteis em fornecer efetiva analgesia num paciente com queimaduras de segu...

  12. Dermatoses em pacientes com diabetes mellitus Skin lesions in diabetic patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N T Foss

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Ainda é desconhecida a relação do diabetes com fatores determinantes ou precipitantes de lesões dermatológicas em pacientes diabéticos. Assim, o objetivo do estudo foi investigar a presença de lesões cutâneas, não referidas pelo paciente diabético e sua relação com o controle metabólico da doença. MÉTODOS: Foram examinados 403 pacientes, dos quais 31% eram diabéticos do tipo 1 e 69% do tipo 2. Em ambulatório de um hospital universitário, os pacientes foram atendidos por endocrinologista para a avaliação endócrino-metabólica e por dermatologista para a avaliação dermatológica. O grau de controle metabólico foi documentado em 136 pacientes por meio da dosagem de hemoglobina glicada. RESULTADOS: Houve predomínio de dermatofitoses (82,6%, seguido de grupo de dermatoses como acne e degeneração actínica (66,7%, piodermites (5%, tumores cutâneos (3% e necrobiose lipoídica (1%. Entre as dermatoses mais comuns em diabéticos, foram confirmados com exame histológico: dois diagnósticos de necrobiose (0,4%, cinco de dermopatia diabética (1,2% e três casos de mal perfurante plantar (0,7%. Os valores da hemoglobina glicada foram: 7,2% em pacientes com controle metabólico adequado nos dois tipos de diabetes e de 11,9% e 12,7% nos tipos 1 e 2, respectivamente, com controle inadequado. Nos pacientes com controle metabólico inadequado foi observada freqüência maior de dermatofitoses, em ambos os tipos de diabetes. CONCLUSÕES: Os dados revelaram freqüência elevada de lesão dermatológica nos pacientes diabéticos, especialmente dermatofitoses. Dessa forma, o descontrole metabólico do diabético propicia maior suscetibilidade a infecções cutâneas.OBJECTIVE: It is yet unknown the relationship between diabetes and determinants or triggering factors of skin lesions in diabetic patients. The purpose of the present study was to investigate the presence of unreported skin lesions in diabetic patients and their

  13. Preditores de internação hospitalar em pacientes com síncope atendidos em hospital cardiológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Marques Fischer

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: No atendimento ao episódio sincopal é necessário estratificar o risco para melhor diferenciar pacientes que necessitam de internação hospitalar daqueles que podem ser liberados. Os critérios utilizados pelos médicos avaliadores desses pacientes em emergências cardiológicas em nosso meio são desconhecidos. OBJETIVOS: Analisar quais os critérios adotados para internação hospitalar, diferenciá-los dos utilizados nos pacientes liberados e compará-los com os preditores de alto risco definidos pelo escore de OESIL já validado para esse fim. MÉTODOS: Estudo transversal em pacientes diagnosticados com síncope na emergência em nossa instituição no ano de 2011. RESULTADOS: Dos 46.476 atendimentos realizados naquele ano, 216 foram descritos como síncope. Dos 216 pacientes analisados, 39% foram internados, sendo que as principais variáveis associadas à admissão foram síncope prévia, doença cardíaca conhecida, história negativa para acidente vascular encefálico no passado, ECG alterado e possuir plano de súde. Na comparação internação contra não internação, os escores OESIL 0-1 foram associados a maior chance de liberação hospitalar; os escores 2-3 apresentaram maior associação com internação. Um escore OESIL >2 demonstrou razão de chances 7,8 vezes maior de internação comparado com o escore 0 (p < 0,001; IC95%: 4,03-15,11. Aproximadamente 39% dos pacientes não tiveram definição etiológica e em 18% foi identificada uma causa cardiológica. CONCLUSÕES: Fatores como doença cardiovascular conhecida, história sincopal prévia, ausência de AVC prévio, possuir seguro de saúde e eletrocardiograma alterado foram os critérios utilizados pelos médicos em emergência para indicar internação hospitalar. Houve boa correlação entre os critérios clínicos e os critérios de risco do OESIL descritos na literatura.

  14. Dermatite associada à incontinência: estudo de coorte em pacientes críticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Couto Machado Chianca

    2017-03-01

    Full Text Available RESUMO Objetivos Estimar incidência, determinar fatores de risco e propor modelo de predição de risco para desenvolvimento de dermatite associada a incontinência em pacientes adultos críticos. Método Trata-se de um estudo de coorte concorrente realizado com 157 pacientes críticos. A coleta de dados foi conduzida diariamente entre fevereiro e julho de 2015 em hospital público e de ensino de Belo Horizonte, MG. Os dados foram lançados em banco de dados, submetidos a análise descritiva de sobrevida e multivariada. Resultados Obteve-se uma incidência global de 20,4%. Foram encontrados 19 fatores de risco que apresentaram associação significativa com o problema. As variáveis encontradas no modelo de predição de risco foram: sexo masculino, trauma, uso de hipnótico/sedativos, lactulona, suporte nutricional, fezes pastosas e queixa de ardência (local. Conclusão Os resultados mostraram que a dermatite é um achado clínico comum em pacientes adultos críticos e merece atenção especial para maior qualidade da assistência de enfermagem.

  15. Doença celíaca é super-representada em pacientes com constipação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rolf A. A. Pelleboer

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Tem sido sugerido que pacientes com constipação sejam triados para doença celíaca. Da mesma forma, recomenda-se a investigação desses pacientes para hipotiroidismo e hipercalcemia. Contudo, nenhuma evidência para essas recomendações está disponível até o momento. Assim, propusemos-nos determinar a prevalência de doença celíaca, hipotiroidismo e hipercalcemia em crianças com constipação. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo com 370 pacientes consecutivos que preencheram os critérios de Roma III para constipação. Esses pacientes foram encaminhados por um clínico geral a um pediatra devido ao fracasso no tratamento com laxantes. RESULTADOS: A biópsia comprovou doença celíaca em sete desses pacientes. Isso é significativamente mais alto (p < 0,001 do que a prevalência de 1:198 de doença celíaca nos Países Baixos. Dois pacientes tinham tiroidite autoimune. Nenhum paciente tinha hipercalcemia. CONCLUSÕES: Conclui-se que a doença celíaca é significativamente super-representada em pacientes com constipação encaminhados por um clínico geral a um pediatra devido ao fracasso no tratamento com laxantes. Todos esses pacientes devem, portanto, ser triados para doença celíaca.

  16. Avaliacao da espessura medio-intimal em pacientes com doenca renal cronica nao dialitica: estudo prospectivo de 24 meses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Gaspar Marcos

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: O aumento da espessura média-intimal (EMI avaliada por ultrassom é um preditor de risco cardiovascular na população geral. Porém, em pacientes com doença renal crônica nos estágios iniciais, essa associação ainda não está bem estabelecida. Objetivo: Avaliar a associação EMI com a ocorrência de eventos cardiovasculares e mortalidade em pacientes nos estágios iniciais da doença renal crônica. Métodos: A análise post hoc de uma coorte de pacientes nos estágios 2-4 da DRC. Foram avaliados dados laboratoriais, ultrassom da artéria carótida e tomografia coronariana no início do estudo e a ocorrência de óbito, em seguimento por 24 meses. Resultados: Um total de 117 pacientes (57 ± 11 anos, 61% sexo masculino foram avaliados. A taxa de filtração glomerular foi 36 ± 17 mL/min, 96% dos pacientes eram hipertensos, 23% diabéticos e 27% obesos. Calcificação arterial coronariana esteve presente em 48% dos pacientes, sendo mais prevalente em pacientes nos estágios mais avançados da DRC (p = 0,02. EMI foi 0,6 mm (0,4-0,7 mm. Comparado aos pacientes com EMI < 0,6mm, aqueles com EMI ≥ 0,6 mm eram mais velhos (p = 0,001, apresentavam maior prevalência do sexo masculino (p = 0,001, menor taxa de filtração glomerular (p = 0,01 e maior proporção de pacientes com calcificação (p = 0,001. Não foi observada relação entre a espessura média-intimal e a ocorrência de evento cardiovascular e óbito. Conclusão: A espessura médio-intimal em pacientes DRC se associou à calcificação coronariana, mas não à ocorrência de eventos cardiovasculares e óbito, em um seguimento de 24 meses.

  17. Intervenção educacional de enfermagem para redução da hiperfosfatemia em pacientes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eniva Miladi Fernandes Stumm

    Full Text Available RESUMO Objetivo: avaliar a efetividade de uma intervenção educacional de enfermagem para redução da hiperfosfatemia em pacientes renais crônicos em hemodiálise. Método: estudo quase experimental realizado com 63 pacientes hiperfosfatêmicos em hemodiálise. A intervenção se constituiu em orientar e disponibilizar um manual impresso e ilustrado aos pacientes, contendo informações sobre o controle da doença. Foi solicitado o preenchimento de um checklist diário, com finalidade recordatória dos aspectos abordados no manual. Os exames laboratoriais e a intensidade do prurido foram analisados no início do estudo, aos 30 e 60 dias após a intervenção educacional. Resultados: a média de idade dos participantes foi 58±13,1 anos e tempo de tratamento de 51,1±44,7 meses. Houve redução dos valores séricos do fósforo de 7,06±1,43 para 5,80±1,53 (p<0,001 e da intensidade do prurido após a intervenção. Conclusão: a Intervenção Educacional de Enfermagem foi efetiva para redução do fosfato e diminuição do prurido nos pacientes hiperfosfatêmicos.

  18. Caracterização dos padrões de dor, sono e alexitimia em pacientes com fibromialgia atendidos em um centro terciário brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lazslo A. Avila

    2014-10-01

    Full Text Available Objetivos: Fibromialgia (FM é uma síndrome complexa, caracterizada por uma dor musculoesquelética crônica duradoura e difusa, derivada de causas não inflamatórias e classicamente associada à presença de pontos sensíveis específicos. No entanto, estudos destacaram outros sintomas importantes associados à má qualidade de vida (QDV em pacientes com FM, por exemplo, distúrbios do sono e alexitimia. Esse estudo teve por objetivo investigar os padrões de dor, sono e alexitimia de pacientes com FM em um centro terciário brasileiro. Métodos: 20 pacientes com FM acompanhados na clínica ambulatorial de reumatologia de um centro terciário brasileiro (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - FAMERP, São Paulo, Brasil e 20 pacientes sem FM provenientes de outros serviços ambulatoriais da FAMERP completaram um questionário clínico e sociodemográfico, o Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ, o Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI, o Toronto Alexithymia Scale (TAS-20 e o SF-36 (WHOQOL. Resultados: Os pacientes com FM tiveram desempenhos piores em todas as dimensões de QDV do SF-36 e escores mais altos no PSQI (P = 0,01 e no TAS-20 (P = 0,02. Pacientes com FM também tiveram escores significativamente mais altos em todos os domínios específicos do PSQI e TAS-20. Discussão: Os presentes dados concordavam com a literatura, evidenciando pior desempenho de pacientes com FM no impacto da dor, queixas de sono e maior presença de alexitimia. Conclusão: Estudos evidenciaram, além das queixas de dor, a presença de sintomas importantes e frequentemente subdiagnosticados, em pacientes com FM, como queixas relativas ao sono e alexitimia. Um conhecimento mais aprofundado desses distúrbios poderia melhorar a abordagem e o tratamento dos pacientes com FM.

  19. Ritual de despedida em familiares de pacientes com prognóstico reservado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Lucrecia Lisbôa

    2003-06-01

    Full Text Available Pesquisa qualitativa que teve por objetivo investigar os efeitos terapêuticos do ritual de despedida na iminência da morte, em familiares de pacientes com prognóstico reservado. Foram estudadas oito famílias de pacientes internados em um Hospital Geral. Utilizou-se o método clínico, as técnicas de estudo de caso e entrevistas pós-óbito, dados submetidos à análise de conteúdo. Os resultados mostraram que os familiares se despediram através da comunicação verbal e não-verbal, da religião, da "liberação", do "estar junto", sendo favoráveis à realização do ritual, destacando o aprendizado, o privilégio de participar e a importância da orientação psicológica. São difuculdades: sentimentos de pena, tristeza, ajuda na aceitação da morte, a aproximação entre os familiares e o paciente, abertura da comunicação, melhoria de condilções para elaborar o luto, redefinição dos relacionamentos com a pessoa ainda em vida.

  20. Fobia específica: um estudo transversal com 103 pacientes tratados em ambulatório

    OpenAIRE

    Terra,Mauro Barbosa; Garcez,Joana Presser; Noll,Betina

    2007-01-01

    OBJETIVOS: Este estudo tem por objetivo investigar a presença de fobia específica (FE) entre pacientes atendidos em um ambulatório de psiquiatria. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal, no qual foi aplicado o SCID-I em 103 pacientes, para se examinar a ocorrência de fobia específica. Os dados foram analisados por meio de medidas descritivas e mediante os testes de independência baseados na estatística qui-quadrado de Pearson ou no teste exato de Fisher. RESULTADOS: Foi verificada FE em...

  1. Achados eletrocardiográficos em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Henrique Bignotto

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A doença cardiovascular é a principal causa de mortalidade de pacientes em hemodiálise. Quando consideradas todas as causas de morte, aproximadamente 30% são classificadas como parada cardíaca, morte de causa desconhecida ou arritmia cardíaca. O prolongamento do tempo de despolarização e repolarização ventriculares, medido pela aferição do intervalo QT no eletrocardiograma de repouso, tem emergido como preditor de arritmias ventriculares complexas, uma importante causa de morte súbita cardíaca. OBJETIVOS: Determinar as alterações eletrocardiográficas presentes em pacientes sob hemodiálise (HD, aferir o intervalo QT e sua relação com variáveis clínicas e laboratoriais. MÉTODOS: Pacientes com idade acima de 18 anos em programa de hemodiálise foram abordados para participarem do estudo, e após anuência, foram submetidos ao exame de eletrocardiograma de 12 derivações. Dados clínicos foram revisados para avaliar a presença de comorbidades, além da aferição de medidas antropométricas e da pressão arterial. Amostras de sangue foram coletadas para determinação da hemoglobina e níveis séricos de cálcio, fósforo e de potássio. RESULTADOS: Cento e setenta e nove pacientes foram incluídos no estudo. A maioria era do sexo masculino (64,8% e da raça branca (54,7%; a idade média foi de 58,5 ± 14,7 anos. Aproximadamente 50% dos pacientes apresentaram ao menos um distúrbio de condução elétrica. Cerca de 50% apresentaram prolongamento do intervalo QTc e experimentaram aumento significativo na frequência de hipertrofia ventricular esquerda (HVE, alterações do ritmo cardíaco, bloqueios de ramo e mais baixos índices de massa corporal (IMC, quando comparados aos pacientes com intervalo QTc normal. CONCLUSÕES: Pacientes com doença renal crônica (DRC em hemodiálise apresentam elevada frequência de achados eletrocardiográficos anormais, incluindo alta prevalência de pacientes com intervalo QTc

  2. Impacto da hipertensão arterial no remodelamento ventricular, em pacientes com estenose aórtica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Carlos Hueb

    2011-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda (HVE é comum em pacientes com hipertensão arterial sistêmica (HAS e estenose aórtica (EAo e, com certa frequência, encontramos associação entre estas patologias. Mas, em tal situação, não está clara a importância de cada uma na HVE. OBJETIVO: 1 - Avaliar em pacientes portadores de EAo, submetidos previamente a estudo ecocardiográfico, a magnitude da HVE, nos casos de EAo isolada e associada à HAS; 2 - Avaliar o padrão de remodelamento geométrico nas duas situações. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, observacional e transversal, incluindo 298 pacientes consecutivos, com EAo ao ecocardiograma. HVE foi considerada para massa miocárdica > 224g em homens e > 162g em mulheres. Os pacientes foram classificados como portadores de EAo leve (gradiente máximo 50,0 mmHg, além disso, foram separados em dois subgrupos: com e sem HAS. RESULTADOS: Nos três níveis de lesão aórtica, a massa ventricular esquerda foi maior na EAo associada à HAS do que na EAo isolada (EAo leve: 172 ± 45 vs 223 ± 73g, p < 0,0001; EAo moderada: 189 ± 77 vs 245 ± 81g, p = 0,0313; EAo grave: 200 ± 62 vs 252 ± 88g, p = 0,0372. Presença de HAS esteve associada a maior risco de HVE (OR = 2,1,IC95%:1,2-3,6; p = 0,012. Pacientes com EAo grave e HAS apresentaram predomínio de hipertrofia concêntrica, quando comparados com aqueles normotensos (p = 0,013. CONCLUSÃO: Em pacientes com EAo, a presença de HAS foi um fator adicional de aumento da massa ventricular esquerda, interferindo também na geometria ventricular.

  3. Prevalência de hepatite C em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico do HUCCF-UFRJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    COSTA CLÁUDIA DE ABREU

    2002-01-01

    Full Text Available Os pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES apresentam fatores de risco para a aquisição de hepatite C, como hospitalizações e hemotransfusões, e compartilham com os pacientes infectados pelo vírus da hepatite C (HCV várias manifestações clínico-laboratoriais relacionadas a auto-imunidade. OBJETIVOS: O objetivo do presente estudo é determinar a prevalência de hepatite C em uma população com LES acompanhada no ambulatório de programas especiais - Colagenoses - do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF-UFRJ. MÉTODOS: Foi realizado um estudo de corte-transversal, incluindo os primeiros 91 pacientes com o diagnóstico de LES provável ou definitivo procedentes do referido ambulatório, no período de abril a setembro de 1997. Todos os doentes foram avaliados, sob o ponto de vista clínico e laboratorial, para determinação de atividade de doença lúpica. Foram realizados o teste de triagem UBI HCV EIA 4.0 e o teste suplementar INNO-LIA HCV AbIII nos 91 pacientes selecionados e , em 32 pacientes escolhidos ao acaso e nos pacientes reativos aos testes imunossorológicos foi realizada a pesquisa do RNA-HCV pelo método da reação de polimerização em cadeia (PCR. RESULTADOS: Observou-se um aumento significativo da prevalência de anti-HCV na amostra, quando comparada à população de doadores de sangue do HUCFF (6,6% versus 1,39% com o teste EIA, valor p=0,02 e intervalo de confiança 95%=5,5 a 13,8, contudo , considerando-se resultados obtidos com os testes confirmatórios imunoblot e PCR aplicados em série ( prevalência de HCV de 2,2%, com intervalo de confiança 95%=0,2 a 7,7 , a prevalência de HCV em pacientes com LES não parece mais alta que em doadores de sangue. CONCLUSÕES: A prevalência de hepatite C na amostra estudada utilizando-se um teste de triagem (EIA foi significativamente maior do que a de uma população de doadores de sangue (6,6% versus 1,39%. Porém, aplicando-se em série os testes

  4. Testagem do 1 - beta - D - Ribofuranosil, 1.2.4 - triazole - 3 - carboxamide em pacientes com hepatite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anastácio Ferreira Morgado

    1976-02-01

    Full Text Available Realizou-se estudo do tipo duplo anonimato em 18 pacientes com hepatite aguda benigna. O gruoo experimental foi testado com uma provável droga de ação antiviral: 1-BETA-D-RIBOFURANOSIL, 1,2,4-TRIAZOLE-3- CARBOXAMIDE. O grupo controle ingeriu um placebo de lactose. Teve-se especial cuidado na seleção de pacientes, incluindo apenas pacientes que preenchessem critérios bem estabelecidos. Os pacientes foram seguidos semanalmente, avaliando-os clínica e laboratorialmente. Os resultados não evidenciaram diferenças significativas entre os dois grupos, sugerindo-se estudos com casuística mais numerosa e em regime de internação hospitalar.

  5. Privacidade em unidades de terapia intensiva: direitos do paciente e implicações para a enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Baggio

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi compreender as experiências vivenciadas pelos profissionais da enfermagem sobre a privacidade do paciente internado em UTI e suas implicações. Este estudo qualitativo, mediante análise de conteúdo, originou as categorias: Expondo o corpo e a intimidade dos pacientes: atitudes e ações dos profissionais; A intimidade: dificuldades vividas pelos profissionais e reações dos pacientes; Desproteção da intimidade do paciente: contradições que emergem da prática. Os resultados apontam a necessidade dos profissionais repensarem o seu fazer em relação à proteção da privacidade do paciente, por meio de atos/atitudes que transmitam segurança nas ações do cuidado. A preservação da privacidade é direito do paciente e compromisso ético do profissional, conferindo dignidade às pessoas no processo de cuidado na UTI

  6. Bupivacaína levógira a 0,5% pura versus mistura enantiomérica de bupivacaína (S75-R25 a 0,5% em anestesia peridural para cirurgia de varizes Bupivacaína levógira a 0,5% pura versus mezcla enantiomerica bupivacaína (S75-R25 a 0,5% en anestesia peridural para cirugía de várices Plain 0.5% levogyrous bupivacaine versus 0.5% bupivacaine enantiomeric mixture (S75-R25 in epidural anesthesia for varicose vein surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Delfino

    2001-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cardiotoxicidade da bupivacaína racêmica (50:50 ainda é a grande variável relacionada à segurança de indicação nos bloqueios regionais que exigem massas e volumes elevados. Recentes experimentações em animais sugerem que a modificação da relação enantiomérica da bupivacaína racêmica poderia contribuir para sua eficácia terapêutica e diminuição de sua toxicidade potencial. O objetivo do presente estudo foi comparar a eficiência da mistura enantiomérica de bupivacaína (S75-R25 com a levógira pura S(-100 na anestesia peridural lombar para cirurgias de varizes dos membros inferiores. MÉTODO: O estudo envolveu 30 pacientes do sexo feminino com idades entre 15 e 65 anos, estado físico ASA I ou II, programados para cirurgia eletiva de varizes. Em teste aleatório e duplamente encoberto, os pacientes foram divididos em dois grupos de 15: Grupo S75-R25 - 20 ml (100 mg de mistura enantiomérica de bupivacaína a 0,5% (S75-R25 - e Grupo Levógiro - 20 ml (100 mg de bupivacaína levógira S(-100% a 0,5% sem adjuvante. Foram comparadas as características dos bloqueios sensitivo e motor bem como a incidência de efeitos colaterais. RESULTADOS: Foram detectadas diferenças intergrupais relacionadas às características demográficas e um maior tempo cirúrgico no grupo S75-R25. A dispersão mais rápida e a menor potência analgésica da mistura isomérica exibiram significância estatística. Não houve diferença significativa relacionada à ocorrência de efeitos colaterais. O grupo levógiro apresentou menor relaxamento muscular. CONCLUSÕES: A redução da incidência de efeitos colaterais, a receptividade do método pelos pacientes, a ausência de sintomatologia neurológica transitória pós-operatória apontam para a aplicação segura de ambas as soluções em anestesia peridural lombar para cirurgia de varizes dos membros inferiores. A casuística, entretanto, não é ainda suficiente para

  7. Baixa resposta da vacinação intradérmica contra hepatite B em pacientes incidentes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina H. Medeiros

    2011-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A hepatite B pode evoluir para cirrose e hepatocarcinoma. Sua prevalência estimada é de 3,2% em pacientes em hemodiálise (HD. A vacina para hepatite B (HB, quando aplicada por via intramuscular (IM em pacientes com insuficiência renal crônica fase V, frequentemente não induz produção adequada de anticorpos. A injeção intradérmica (ID foi sugerida como sendo o método de inoculação mais eficiente. OBJETIVO: Comparar a resposta imune à injeção IM ou ID da vacina em indivíduos em HD. PACIENTES E MÉTODOS: Trinta e um pacientes incidentes em HD foram randomizados alternativamente para vacinação contra HB via IM ou ID. Dezesseis foram designados aleatoriamente para receber vacina IM (40 mg/dose e 15 ID (4mg /dose. Os níveis de anticorpos de superfície do vírus da hepatite B, parâmetros hematimétricos, ureia sérica, e Kt/V foram avaliados mensalmente. Proteína-C reativa, paratormônio, ferritina, aminotransferases e albumina foram avaliados antes da inoculação inicial e seis meses após a mesma. RESULTADOS: Os níveis de uréia foram maiores no grupo ID (P(1 = 0,031; os níveis de ferritina foram mais elevados no IM (P(2 = 0,037. Houve tendência a aumento nos níveis de proteína C reativa no grupo ID. A avaliação do Comitê de Monitoramento de Segurança dos indivíduos expostos recomendou a suspensão do estudo já que a inoculação por via IM converteu 62,5% e a ID converteu apenas 13,3% dos pacientes expostos. CONCLUSÃO: Com a metodologia utilizada, os resultados da vacina contra HB aplicada por via ID foi inferior à inoculação IM. Tais resultados podem ser decorrentes das doses inoculadas ou de outros fatores, como inflamação.

  8. Infecção pelo HIV: descritores de mortalidade em pacientes hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Claudio Santos Thuler

    1998-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os descritores clínico-epidemiológicos da mortalidade em pacientes internados por condições clínicas associadas à infecção pelo HIV. MÉTODO: Estudo retrospectivo de todos os pacientes adultos hospitalizados em 1990, 1992 e 1994 em hospital universitário. Os resultados foram descritos como números absolutos, percentagens e médias, sendo a significância estatística entre as diferenças avaliada pelos testes do qui-quadrado, exato de Fisher ou t de Student, conforme o caso. Um modelo de regressão logística foi elaborado visando a identificar os principais fatores associados ao risco de evolução para o óbito. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 240 pacientes. Entre 1990 e 1994 a idade média dos pacientes aumentou de 35,0 para 36,9 anos, a razão entre os sexos masculino e feminino caiu de 9,8 para 2,0, a proporção de não brancos cresceu de 18,5 para 41,3 e registrou-se um aumento do tempo médio entre a descoberta da infecção pelo HIV e a hospitalização de 0,7 para 2,5 anos. Observou-se a redução do número médio de dias de hospitalização de 31,3 para 25,3 e aumento da proporção de pacientes em acompanhamento ambulatorial de 47,8 para 83,3%. As infecções respiratórias representaram a principal causa de hospitalização (58% e as infecções oportunistas apresentadas com maior freqüência foram: candidíase oral (27,1%, tuberculose (18,3%, pneumonia por Pneumocystis carinii (15,4% e neurotoxoplasmose (10,4%. Na análise multivariada, apenas o tempo de hospitalização menor ou igual a 7 dias (Odds Ratio [OR]=3,88; p=0,02 e a ausência de acompanhamento ambulatorial (OR=3,29; p=0,01 mostraram-se associados a um maior risco de evolução para óbito. CONCLUSÃO: O conhecimento dos fatores associados a um risco aumentado de morte pode ser útil na tomada de decisão frente a pacientes hospitalizados com infecção pelo HIV.

  9. Um Novo Indice de Doppler Tecidual para Prever Morte Cardiaca em Pacientes com Insuficiencia Cardiaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian Mornos

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: Foi demonstrado que um novo índice de Doppler Tecidual, E/(E'×S', incluindo a proporção entre a velocidade diastólica precoce transmitral e a do anel mitral (E/E', e a velocidade sistólica do anel mitral (S', tem uma boa precisão como preditor da pressão de enchimento do ventrículo esquerdo. Objetivo: Investigar o valor de E/(E'×S' para prever a morte cardíaca em pacientes com insuficiência cardíaca. Métodos: Foi realizado sucessivamente o ecocardiograma em 339 pacientes hospitalizados com insuficiência cardíaca, em ritmo sinusal, após tratamento médico adequado, no momento e um mês depois da alta. O agravamento de E/(E'×S' foi definido como um aumento do valor padrão. O ponto final foi a morte cardíaca. Resultados: Durante o período de acompanhamento (35,2 ± 8,8 meses, ocorreu a morte cardíaca em 51 pacientes (15%. O melhor valor mínimo para E/(E'× S' inicial na previsão da morte cardíaca foi de 2,83 (76% de sensibilidade, 85% de especificidade. No momento da alta, 252 pacientes (74,3% apresentaram E/(E'×S' ≤ 2,83 (grupo I, e 87 (25,7% apresentaram E/(E'×S' > 2,83 (grupo II, respectivamente. A morte cardíaca foi significativamente maior no grupo II em relação ao grupo I (38 mortes, 43,7% contra 13 mortes, 5,15%, p 2,83 no momento da alta e com um agravamento após um mês apresentaram o pior prognóstico (todos p < 0,05. Conclusão: Em pacientes com insuficiência cardíaca a relação E/(E'×S' é um poderoso preditor da morte cardíaca, especialmente quando esta estiver associada com o seu agravamento.

  10. Avaliação laríngea em pacientes reumatológicos Laryngeal assessment in reumatic disease patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo Valter Lisboa Ramos

    2005-08-01

    Full Text Available As doenças reumáticas produzem alterações sistêmicas e podem, por isso, comprometer os vasos sangüíneos, as serosas e as mucosas de todo o trato aerodigestivo. Casos esporádicos de acometimento laríngeo por doenças reumáticas têm sido descritos. Esse estudo tem por objetivo avaliar e descrever as alterações laríngeas encontradas em pacientes reumatológicos. FORMA DE ESTUDO: coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Estudo transversal com pacientes portadores de lúpus eritematoso sistêmico, esclerodermia e doença mista do tecido conjuntivo. Os pacientes submeteram-se a exame clínico otorrinolaringológico e à videolaringoestroboscopia. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 27 pacientes sendo que 26 conseguiram realizar a videolaringoestroboscopia. Alterações laríngeas foram observadas em 11 dos 12 pacientes portadores de lúpus, nos 11 pacientes portadores de esclerodermia e nos 3 pacientes portadores de doença mista do tecido conjuntivo. Lesões sugestivas de nódulo em bambu foram identificados em 5 pacientes e 92,3% dos pacientes apresentaram sinais laríngeos de síndrome faringolaríngea do refluxo. CONCLUSÃO: Neste estudo identificamos 5 lesões sugestivas de nódulos em bambu e sinais laríngeos de refluxo em quase todos os pacientes.Rheumatic diseases usually promote several systemic disorders, which can affect blood vessels, mucosa and serosa of the aerodigestive tract. Scarce laryngeal involvement has been described in these patients and this study aims at investigating laryngeal alterations found in patients with rheumatic diseases. STUDY DESIGN: transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: A transversal study was developed with systemic lupus erythematous, systemic sclerosis and mixed connective tissue disease's patients. They were evaluated by means of clinical examinations and videolaryngoestroboscopy. RESULTS: Twenty-seven patients were included in the study, 26 succeeded in completing the

  11. Prevalência de alta reatividade plaquetária em pacientes tratados com aspirina encaminhados para angiografia coronária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Manica

    Full Text Available FUNDAMENTO: A aspirina (Ácido Acetilsalicílico - AAS é capaz de reduzir eventos adversos cardiovasculares em pacientes portadores de Doença Arterial Coronariana (DAC através da inibição da atividade plaquetária. Alguns pacientes com DAC, apesar da terapia com AAS, apresentam Alta Reatividade Plaquetária (ARP, o que determina um maior risco para o desenvolvimento de eventos cardiovasculares. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de ARP em pacientes tratados com AAS e encaminhados para cinecoronariografia, além de avaliar se existe uma possível correlação entre a gravidade da DAC e o desenvolvimento de ARP. MÉTODOS: Estudo de centro único onde foram incluídos 115 pacientes consecutivos, tratados com AAS e portadores de DAC estável. A reatividade plaquetária induzida pelo ADP e colágeno foram avaliadas através da Agregometria de Transmitância Luminosa (ATL. Pacientes com agregação plaquetária maior que 70%, induzida por ambos os reagentes, foram classificados como tendo ARP e, neste grupo, a adesão ao tratamento com AAS foi avaliada através da dosagem dos níveis séricos de salicilato. RESULTADOS: A média de idade foi de 60,9 anos e a dose média de AAS foi de 164,2 mg. Tabagismo e diabetes melito estavam presentes em 28,7% e 31,5% dos pacientes, respectivamente. Foi encontrada ARP em 14 pacientes (13%, entretanto, em sete indivíduos (50% com ARP observaram-se baixos níveis séricos de salicilato (< 2,0 µg/mL, sugerindo não adesão à terapia medicamentosa. Em 6,5% dos pacientes com ARP identificou-se níveis detectáveis de salicilato sérico, sugerindo uma eficácia reduzida do AAS. A ARP se correlacionou com o número e a gravidade das estenoses coronárias (p = 0,04. CONCLUSÃO: Em uma população de pacientes tratados com AAS e encaminhados para angiografia coronária, a reatividade plaquetária elevada é prevalente (13%, sendo 50% destes pacientes não aderentes à terapia farmacol

  12. Soroprevalência da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana em pacientes com tuberculose, em Londrina, Paraná

    OpenAIRE

    Morimoto,Arilson Akira; Bonametti,Ana Maria; Morimoto,Helena Kaminami; Matsuo,Tiemi

    2005-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência da soropositividade da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana em pacientes com tuberculose ativa, atendidos no serviço de Pneumologia Sanitária da 17ª Regional de Saúde do Estado do Paraná, em Londrina, e comparar os pacientes co-infectados com aqueles que apresentavam somente tuberculose, em relação à baciloscopia de escarro, exame radiológico de tórax, e forma clínica e esquema terapêutico para tratamento da tuberculose. MÉTODOS: Estudo transversal co...

  13. Estudo das interações medicamentosas em prescrições de pacientes de uma Clínica-Escola de Fisioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Charles POPETS

    2016-03-01

    Full Text Available Pacientes portadores de doenças crônicas são, em sua maioria, usuários de uma grande quantidade de medicamentos, o que configura polifarmacoterapia. Estes indivíduos apresentam maior possibilidade de sofrerem efeitos nocivos das interações medicamentosas e isso foi tem sido observado em pacientes de uma Clínica-Escola de Fisioterapia no município de Sorocaba. O objetivo desse trabalho foi investigar evidências de interação medicamentosa em prescrições médicas de pacientes da Clínica Escola de Fisioterapia. Foram analisadas as prescrições médicas dos pacientes da área de Neurologia e ortopedia em tratamento de fisioterapia. Os resultados obtidos foram de uma grande variedade de medicamentos em uso por esses pacientes, apresentando de uma até 14 interações entre os medicamentos utilizados. Os fármacos mais utilizados foram na área de cardiologia, com elevada predominância de associações de losartana e hidroclorotiazida, estando presentes em 28,57% das prescrições analisadas. A hipertensão, em conjunto com o diabetes, causa a piora da saúde, aumentando a necessidade de medicamentos a serem usados nestes pacientes. Com base nos resultados foi possível concluir que as principais interações apresentadas nas prescrições dos pacientes da Clínica-Escola de Fisioterapia, no município de Sorocaba, SP, ocorreram entre as classes de anti-hipertensivos, anti-inflamatórios não-esteroidais e hipoglicemiantes, ratificando a necessidade do profissional farmacêutico na avaliação das prescrições, visando o uso racional de medicamentos.

  14. Mutação BRAF em pacientes idosos submetidos à tireoidectomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Augusto T. Bertelli

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a frequência da mutação V600E do gene BRAF em pacientes com mais de 65 anos de idade submetidos à tireoidectomia, correlacionando sua presença ou ausência com as diferentes lesões histológicas, com as variantes e com fatores prognósticos do carcinoma papilífero. MÉTODOS: Foram avaliados 85 pacientes com mais de 65 anos de idade submetidos à tireoidectomia, analisando a mutação BRAF V600E através de reação de PCR-RT realizada após a extração do DNA dos blocos de parafina. RESULTADOS: Detectou-se ausência ou presença da mutação BRAF V600E em 47 pacientes (55,3%. Entre os 17 carcinomas papilíferos estudados, sete apresentavam a mutação (41,2%. Demonstrou-se associação estatística entre a presença desta mutação e a variante clássica do carcinoma papilífero, além de tendência de associação com o extravasamento tireoideano. CONCLUSÃO: A mutação BRAF nos pacientes idosos também é exclusiva do carcinoma papilífero e tem frequência expressiva. Além disso, está relacionada à variante clássica e, possivelmente, ao extravasamento tireoideano.

  15. Detecção de podocitúria em pacientes com nefrite lúpica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amelia Rodrigues Pereira Sabino

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A podocitúria tem sido detectada em doenças glomerulares, tais como em nefrite lúpica (NL, em que a proteinúria é uma manifestação importante, e sua ocorrência parece limitar-se à fase ativa da doença. OBJETIVO: Avaliar a podocitúria por imunofluorescência em pacientes portadores de NL e verificar possível associação com atividade clínica da doença. MÉTODOS: Foram avaliados 56 pacientes com NL. Os pacientes foram divididos em três grupos de acordo com o grau de atividade clínica: Grupo B, sem atividade (n = 17; Grupo C, com atividade discreta (n = 29 e Grupo D, moderada a grave (n = 10. Como grupo controle, foram incluídos 29 indivíduos saudáveis (Grupo A. A podocitúria foi estudada por meio de imunofluorescência indireta, usando-se anticorpos primários antipodocina, nefrina e sinaptopodina, e anticorpo secundário conjugado à FITC. Também foram avaliados os níveis de creatinina sérica e da relação proteína/creatinina (P/C urinária, assim como a presença de hematúria e leucocitúria. RESULTADOS: A podocitúria com antipodocina e com antissinaptopodina correlacionou-se estatisticamente com a relação P/C (p = 0,001 e p = 0,013, respectivamente. Tanto a podocitúria com antipodocina, quanto a relação P/C, apresentaram correlação significante (p < 0,001 com a graduação de atividade da doença na NL, diferentemente do que se observou com os outros dois anticorpos, antinefrina e antissinaptopodina. CONCLUSÃO: Nossos achados sugerem que a pesquisa de podocitúria com anticorpos antipodocina poderia ser útil no acompanhamento de pacientes com NL, fornecendo dados relevantes quanto à atividade da doença.

  16. Doenças renais em pacientes idosos submetidos à biópsia percutânea de rins nativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudine Maria Jorge de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Tem ocorrido aumento da população de idosos e estes vêm envelhecendo em melhores condições clínicas do que no passado. Entretanto, a distribuição e evolução das doenças renais nos idosos ainda são pouco conhecidas, em parte devido à resistência em indicar biópsia renal. OBJETIVO: Avaliar a distribuição, a evolução e as características clínicas das nefropatias diagnosticadas por biópsia em pacientes idosos. PACIENTES E MÉTODOS: Foram avaliadas todas as biópsias renais percutâneas de rins nativos. Elas foram realizadas entre janeiro de 1990 e dezembro de 2006 em 71 pacientes com idade mínima de 60 anos (67,3 ± 6,5 anos, sendo 47 do gênero masculino e 24 do feminino. Os pacientes foram agrupados conforme a indicação clínica da biópsia. RESULTADOS: Síndrome nefrótica foi verificada em 35 pacientes (49,3% associada, na maioria dos casos, à nefropatia membranosa (17 casos, seguida por amiloidose e glomeruloesclerose segmentar e focal com 7 casos cada. Hipótese diagnóstica de injúria renal aguda (IRA, com 19 pacientes, teve como principais diagnósticos a necrose tubular aguda (6 casos e a nefropatia do cilindro (3 casos. Dentre os 19 casos, apenas dois tiveram evolução satisfatória, enquanto os demais morreram precocemente ou evoluíram para doença renal avançada. Doze pacientes biopsiados por hematúria ou proteinúria assintomática tiveram diagnósticos variados, mas a maioria já apresentava nefropatia crônica relevante. Biópsia por síndrome nefrítica ocorreu em 5 casos, também com diagnósticos variados. CONCLUSÕES: Síndrome nefrótica foi a principal indicação de biópsia renal com a nefropatia membranosa como diagnóstico mais frequente. Entre os pacientes com IRA e hematúria ou proteinúria assintomática os diagnósticos foram variados com elevadas taxas de nefropatia crônica avançada.

  17. Ensino odontológico para pacientes especiais e gestão em saúde.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Spezzia

    2017-08-01

    Full Text Available As pessoas com necessidades especiais constituem uma população heterogênea portadora de grande variedade de deficiências físicas, mentais, neurológicas ou sociais. Sob o ponto de vista odontológico são aqueles indivíduos que necessitam de cuidados especiais por tempo indeterminado ou por parte de sua vida. São todos aqueles que apresentam condições debilitantes, que acarretam uma atenção maior por parte do cirurgião dentista. Muito se questiona sobre a forma adequada de manejo destes indivíduos e poucos são os profissionais interessados em suprir as suas carências odontológicas. O objetivo deste artigo foi verificar como procede a ministração da disciplina de pacientes especiais nos cursos de graduação em Odontologia e averiguar como estão sendo feitas as adequações no Sistema Único de Saúde (SUS, no intuito de viabilizar os atendimentos odontológicos prestados a esse público de pacientes através de capacitação profissional. Medida posta em prática para resolução dos problemas de insuficiência profissional no atendimento dos pacientes especiais pelos cirurgiões dentistas, foi a de promover a Capacitação de Profissionais da Odontologia Brasileira Vinculados ao SUS para a Atenção e o Cuidado da Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência. Concluiu-se que o aprimoramento das grades curriculares dos cursos de graduação em Odontologia, no que tange a oferta da disciplina de pacientes especiais possui condições de propiciar meios para cobertura da demanda por atendimentos, ao mesmo tempo que pode possibilitar menores gastos e custos públicos voltados para capacitação dos cirurgiões dentistas atuantes em unidades assistenciais públicas, viabilizando a gestão pública em saúde realizada no SUS com menores esforços.

  18. Níveis de PCR são maiores em pacientes com síndrome coronariana aguda e supradesnivelamento do segmento ST do que em pacientes sem supradesnivelamento do segmento ST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Syed Shahid Habib

    2011-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Há grande interesse no uso de proteína C-reativa de alta sensibilidade (PCR-as para avaliação de risco. Altos níveis de PCR-as no início da síndrome coronária aguda (SCA, antes da necrose tecidual, pode ser um marcador substituto para comorbidades cardiovasculares. OBJETIVO: Dessa forma, nosso objetivo foi estudar diferentes medidas de seguimento de níveis de PCR-as em pacientes com SCA e comparar as diferenças entre infarto do miocárdio sem elevação do segmento ST (NSTEMI com pacientes apresentando elevação do segmento ST (STEMI. MÉTODOS: Este é um estudo observacional. Dos 89 pacientes recrutados, 60 apresentavam infarto agudo do miocárdio (IAM. Três níveis seriados de PCR-us, a nível basal na hospitalização antes de 12 horas após inicio dos sintomas, níveis de pico 36-48 horas após hospitalização e níveis de acompanhamento após 4 a 6 semanas foram analisados e comparados entre pacientes com (IAMCSST e sem supradesnivelamento do segmento ST (IAMSSST. RESULTADOS: Pacientes com IAMCSST tinham IMC significantemente mais alta quando comparados com pacientes IAMSSST. Os níveis de creatino quinase fração MB (CK-MB e aspartato aminotransferase (AST eram significantemente mais altos em pacientes com IAMCSST quando comparados com pacientes com IAMSSST (p<0,05. Os níveis de PCR a nível basal e no acompanhamento não diferiram de forma significante entre os dois grupos (p=0,2152 e p=0,4686 respectivamente. Houve uma diferença significante nos níveis de pico de PCR entre os dois grupos. No grupo de pacientes com IAMCSST os níveis foram significantemente mais altos quando comparados aos pacientes com IAMSSST (p=0,0464. CONCLUSÃO: Pacientes com IAMCSST apresentam picos significantemente mais elevados de PCR quando comparados a pacientes IAMSSST. Esses dados sugerem que o processo inflamatório tem um papel independente na patogênese do infarto do miocárdio. Dessa forma, os níveis de PCR podem ajudar na

  19. Complicações respiratórias em pacientes com paralisia cerebral submetidos à anestesia geral

    OpenAIRE

    Mello, Sérgio Silva de; Marques, Ronaldo Soares; Saraiva, Renato Ângelo

    2007-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Anestesia em pacientes com paralisia cerebral (PC) pode representar um desafio para o anestesiologista. Este estudo prospectivo teve como objetivo determinar a prevalência e o risco de complicações respiratórias em crianças com PC submetidas à anestesia geral inalatória (AGI) para tomografia computadorizada (TC). MÉTODO: Participaram do estudo pacientes com idades entre 1 e 17 anos, estado físico ASA I a III, submetidos a AGI com sevoflurano e máscara laríngea para ...

  20. Concomitância de fibromialgia em pacientes portadores de hipotireoidismo e de alterações tireoideanas em pacientes com fibromialgia Fibromyalgia concomitance in patients with hypothyroidism and thyroid disorders in patients with fibromyalgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlene Freire

    2006-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: a fibromialgia (FM pode ser definida como uma síndrome dolorosa musculoesquelética não-inflamatória de caráter crônico, tendo como sintomas mais comuns a fadiga e o sono não-reparador. Tais manifestações podem não resultar da FM, mas de outras doenças associadas, como o hipotireoidismo. OBJETIVO: descrever a ocorrência de FM em pacientes com hipotireoidismo, e os casos de hipotireoidismo em pacientes com FM, além de determinar os sintomas associados a essas condições clínicas. MÉTODOS: foram avaliados 166 pacientes portadores de FM e 56 com hipotireoidismo. Os voluntários responderam a um questionário para detecção dos principais sinais e sintomas dessas doenças em estudo e foram submetidos às dosagens séricas de hormônio estimulador da tireóide (TSH, tiroxina livre (T4 livre e anticorpo antitireoperoxidase (a-TPO. RESULTADOS: nos 166 pacientes com FM, foram diagnosticados hipotireoidismo clínico ou subclínico em 35 (21,1%. Dos 56 pacientes portadores de hipotireoidismo, em 36 (64,3% foi confirmado o diagnóstico de FM pelos critérios do American College of Rheumatology (ACR. Nos pacientes com hipotireoidismo previamente diagnosticado, a fadiga, o sono não-restaurador e a cefaléia crônica foram estatisticamente mais freqüentes naqueles que apresentavam diagnóstico de FM. A rigidez matinal foi mais prevalente nos pacientes com hipotireoidismo sem FM. CONCLUSÃO: há que se considerar a presença de manifestações clínicas ou laboratoriais de disfunção tireoideana nos pacientes portadores de FM e de FM em pacientes portadores de hipotireoidismo, para uma melhor abordagem diagnóstica e posterior tratamento dos mesmos.INTRODUCTION: Fibromyalgia can be defined as a non-inflammatory musculoskeletal pain syndrome. It is a chronic condition, commonly associated with fatigue and non-restorative sleep. However, such symptoms may result from coexisting diseases, for instance hypothyroidism. OBJECTIVE

  1. Preditores de peritonite em pacientes em um programa de diálise peritoneal Predictor factors of peritoneal dialysis-related peritonitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Victor Duarte Lobo

    2010-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Peritonite é a principal complicação relacionada com a diálise peritoneal (DP. OBJETIVO: Avaliar possíveis preditores para o seu desenvolvimento em pacientes em programa crônico na modalidade. MÉTODO: Realizou-se estudo de coorte retrospectivo em 330 pacientes (média de idade 53 ± 19 anos em programa de DP na Clínica de Nefrologia de Sergipe (Clinese, em Aracaju/ SE, Brasil, entre 1.º de janeiro de 2003 e 31 de dezembro de 2007. Variáveis sociodemográficas e clínicas foram avaliadas comparativamente entre pacientes que apresentaram (141% - 42,7% ou não (189% - 57,3% peritonite. Na análise estatística, utilizaramse teste t de Student, qui-quadrado e modelo de regressão com múltiplas variáveis. RESULTADOS : Ocorreu um episódio de peritoniteacada28,4pacientes/mês(0,42episódio/ paciente/ano. O Staphylococcus aureus foi o agente etiológico mais frequente (27,8%. Não se utilizava antibioticoterapia profilática e 136 pacientes (41,2% haviam apresentado previamente infecção de sítio de saída do cateter peritoneal (ISSCP. Identificou-se maior risco de peritonite nos pacientes com albuminemia INTRODUCTION: Peritonitis remains a major complication of peritoneal dialysis (PD. OBJECTIVE: Evaluate peritonitis incidence, etiology and outcome in cronic PD patients. METHODS: A retrospective cohort study was carried out on 330 patients (mean age of 53 ± 19 years who had been treated by PD in a dialysis center in Aracaju/SE, Brazil between January 1st, 2003 and December 31th, 2007. Data of patients with and without peritonitis were compared using Student's ttest, chi-squared statistic and multiple logistic regression. RESULTS: There were 213 peritonitis among 141 patients (1.51 episode/patient resulting in a rate of 28.44 patient/episode/ month (0.42 patient/episode/year. Staphylococcus aureus was the most frequent micro-organism isolated (27.8%, followed by Escherichia coli (13.4% and 32.5% were culture

  2. Anestesia em paciente portadora de síndrome de Mckusick-Kaufman: relato de caso

    OpenAIRE

    Hobaika,Adriano Bechara de Souza; Borges,Ziltomar Donizetti; Teixeira,Vera Coelho

    2004-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome de Mckusick-Kaufman é uma doença rara, caracterizada tipicamente por hidrometrocolpos, polidactilia e defeitos cardíacos congênitos. Pacientes portadores desta doença podem ser submetidos a diversos procedimentos cirúrgicos durante a sua vida e o anestesiologista deve estar preparado para possíveis alterações. O objetivo deste artigo é relatar a conduta anestésica adotada em uma paciente portadora desta síndrome. RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino ...

  3. Desnutrição em paciente com doença pulmonar obstrutiva crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreia Biondo

    2011-10-01

    Full Text Available A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC é uma patologia responsável por muitas mortes em todo o mundo, causada principalmente pelo tabagismo. Apresenta como característica associada o estado nutricional deficiente. O caso relatado é de uma paciente de 63 anos ex-tabagista, que internou em um hospital do interior do RS por broncopneumonia e diagnóstico de DPOC há 3 anos. Permaneceu internada por 15 dias, com negativa evolução do estado nutricional mesmo superando a ingestão energética estimada. Pacientes com DPOC apresentam taxa de metabolismo basal aumentada e infecções associadas podem acelerar ainda mais o metabolismo e gerar anorexia. A terapia nutricional é muito importante para a recuperação desses pacientes.

  4. Alterações retinianas apresentadas em pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme atendidos em um Serviço Universitário de Oftalmologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Guilherme Azevedo de Freitas

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar os principais achados fundoscópicos em pacientes portadores de anemia falciforme encaminhados a um Serviço Oftalmológico de Referência em Goiânia (GO. MÉTODOS: Foram realizados exames oftalmológicos em 50 pacientes (100 olhos portadores de hemoglobinopatia falciforme para observar quais as alterações retinianas mais comuns nesse grupo. RESULTADOS: O tipo de hemoglobinopatia mais encontrado foi o SS, seguido pelas hemoglobinopatias SC, AS e Sthal. Dentro da amostra estudada, 22% apresentaram alterações retinianas. Destes 73% eram do sexo masculino. A alteração retinianas encontradas foram: "sea fan", "black sunburst", hemorragia vítrea e descolamento de retina. Em relação à classificação da retinopatia, 73% apresentaram a forma proliferativa, sendo vista nos tipos AS e SC e 27% apresentaram a forma não-proliferativa da retinopatia, sendo vista nos portadores do tipo SS. CONCLUSÃO: Foi observado elevado número de pacientes com alterações retinianas na amostra estudada, sendo o maior número em portadores da hemoglobinopatia SC, seguido dos grupos AS e SS. As alterações proliferativas foram as mais observadas. Hemorragia vítrea e descolamento de retina foram as manifestações proliferativas de maior prevalência e mostraram ser mais frequente em portadores da hemoglobinopatia SC na população estudada.

  5. Transtorno de estresse pós-traumático em pacientes de unidade de terapia intensiva

    OpenAIRE

    Caiuby,Andrea Vannini Santesso; Andreoli,Paola Bruno de Araújo; Andreoli,Sergio Baxter

    2010-01-01

    O transtorno de estresse pós-traumático tem sido descrito em pacientes após tratamento em unidade de terapia intensiva. O objetivo foi revisar estudos sobre os aspectos psicológicos e as intervenções terapêuticas destes pacientes após internação em unidade de terapia intensiva. Trinta e oito artigos foram incluídos. A prevalência de transtorno de estresse pós-traumático variou de 17% a 30% e a incidência de 14% a 24%. Os fatores de risco foram: história prévia de ansiedade, depressão ou pânic...

  6. Grau de dependência dos pacientes em relação à equipe de enfermagem: uma ferramenta de gestão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karen Schein da Silva

    2016-01-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Medir o grau de dependência dos pacientes em relação à equipe de enfermagem utilizando o Sistema de Classificação de Pacientes (SCP proposto por Perroca. Métodos: Estudo descritivo exploratório que aplicou instrumento desenvolvido por Perroca durante 43 dias, nos meses de agosto e setembro de 2014, em uma unidade de internação clínica-cirúrgica de um hospital universitário da região sul do Brasil. Resultados: Foram realizadas 641 avaliações, as quais evidenciaram que, em 329 (51,3% das observações, os pacientes necessitaram de cuidados semi-intensivos, seguidos de 205 (32% de cuidados intermediários, 92 (14,4% de cuidados intensivos e 15 (2,3% de cuidados mínimos. Conclusão: Os resultados permitiram identificar a dependência dos pacientes em relação ao cuidado de enfermagem e evidenciaram maior concentração de avaliações em cuidados semi-intensivos. Tal fato leva-nos a refletir sobre as mudanças no perfil epidemiológico dos pacientes internados na instituição.

  7. Peridural anesthesia and the distribution of blood in supine humans

    International Nuclear Information System (INIS)

    Arndt, J.O.; Hoeck, A.S.; Stanton-Hicks, M.; Stuehmeier, K.D.

    1985-01-01

    To determine the effects of vasomotor tone on intrathoracic and splanchnic blood volume, the distribution of radioactively (/sup 99m/Tc) labeled erythrocytes was recorded by whole body scintigraphy before and during peridural anesthesia (PDA) in eight supine men. The radioactivity was recorded with a gamma camera and its distribution determined in the thorax, abdomen, and limbs. Arterial and central venous pressure, heart rate, and calf volume and flow also were measured. During PDA with a sensory block up to T4/5, radioactivity increased only in the denervated legs, whereas it decreased in all other regions, i.e., in the thorax, the innervated upper limbs, and in the splanchnic vasculature. However, in two of the subjects, after an initial decrease, splanchnic blood content increased while intrathoracic blood volume decreased further. The effects of PDA on thoracic and splanchnic filling could be duplicated by the sequestration of about 500-600 ml of blood in both legs. In supine humans high peridural anesthesia evokes the same decrease in intrathoracic blood volume as orthostasis. Potential circulatory collapse may ensue when the vasoconstrictor response fails in the splanchnic circulation

  8. Revascularização do miocárdio em pacientes após a oitava década de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ALMEIDA Rui Manuel Sequeira de

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a morbi-mortalidade hospitalar e a qualidade de vida de pacientes, acima de 70 anos de vida, submetidos à operação de revascularização do miocárdio (CRM. CASUÍSTICA E MÉTODOS: No período de julho de 1992 a fevereiro de 2000, foram realizadas 507 CRM, no Serviço de Cirurgia Cardiovascular do Instituto de Moléstias Cardiovasculares de Cascavel. Em 70 destes casos os pacientes tinham idade igual ou superior a 70 anos. Neste grupo predominou o sexo masculino, em 57% dos casos, e a idade média foi de 72,9 anos (70-85 anos. Vinte e seis pacientes apresentavam hipertensão arterial sistêmica, 25 doença pulmonar obstrutiva crônica importante, 17 diabete melito e 8 insuficiência renal crônica, no pré-operatório. Trinta e sete pacientes apresentavam infarto agudo do miocárdio (IAM pré-operatório, sete haviam sido submetidos à angioplastia transluminal percutânea, sete apresentavam lesão de tronco de artéria coronária esquerda e um havia sido submetido à CRM anteriormente. Foram realizados 2,8 enxertos/ paciente, sendo usados condutos arteriais em 53% dos casos. Foi realizada endarterectomia em sete artérias, aneurismectomia de ventrículo esquerdo em sete pacientes e ventriculectomia parcial esquerda em um. A operação foi realizada em caráter de emergência em nove casos. Houve necessidade de contrapulsação aórtica em quatro pacientes. RESULTADOS: O tempo médio de permanência na UTI e no hospital foi de 4 (1-24 e 12,2 (3-34 dias, respectivamente. A mortalidade hospitalar geral foi de 7,1%. Quando analisada por subgrupos, a mortalidade dos pacientes de 70 a 74 anos (57 casos foi de 5,3%, e a dos últimos 35 casos de 2,8%. No pós-operatório imediato, as complicações mais freqüentes foram: insuficiência respiratória (10, arritmia atrial (7, alteração de conduta (6, infecção pulmonar (6, embolia pulmonar (5, síndrome de baixo débito (4, IAM (3, AVC (3, insuficiência renal aguda (4 e

  9. Dosimetria de pacientes e médicos em intervenções coronárias percutâneas em Recife, Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Socorro Rocha da Silva

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho teve como objetivo estimar os valores de doses de radiação recebidas por médicos e pacientes em procedimentos intervencionistas cardíacos realizados em um hospital público na cidade de Recife, Pernambuco. MATERIAIS E MÉTODOS: As medidas foram determinadas em 31 pacientes adultos, dos quais 22 tiveram acompanhamento clínico após o procedimento, e em dois cardiologistas com mais de dez anos de experiência. Parâmetros de irradiação para cada procedimento foram registrados. RESULTADOS: Os valores obtidos para a dose absorvida máxima na pele do paciente variaram entre 612 e 8.642 mGy, sendo que 53% foram maiores que 2.000 mGy, valores estes que podem causar efeitos determinísticos. Com relação aos médicos, a dose efetiva média por procedimento foi de 11 µSv e os valores médios do equivalente de dose nas extremidades, mais altos, foram: 923 µSv no pé esquerdo, 514 µSv no pé direito, 382 µSv na mão esquerda e 150 µSv no olho esquerdo. Dependendo do número de procedimentos, as doses recebidas pelos médicos podem exceder os valores limites de doses estabelecidos pelas normas nacionais e internacionais. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sinalizam a necessidade de adoção de estratégias para otimização da proteção radiológica tanto de pacientes quanto de médicos.

  10. Diagnósticos de enfermagem identificados em pacientes transplantados renais de um hospital de ensino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Soares Josino da Silva

    2009-06-01

    Full Text Available O transplante de órgãos constitui uma última esperança de sucesso na recuperação de doenças em estágio terminal. AEnfermagem participa de forma atuante desde a captação do órgão até as consultas no ambulatório após o transplante,exigindo pessoal capacitado. Esse trabalho tem por objetivos identificar os principais diagnósticos de enfermagem empacientes transplantados renais, em uma unidade de internação de um hospital de ensino no município de Fortaleza-Ce, epropor intervenções baseadas nas reais necessidades desses pacientes. Estudo descritivo-exploratório, de naturezaqualitativa. A população foi constituída por pacientes transplantados em pós-operatório mediato e com complicações póstransplante,sendo a amostra de doze pacientes. A coleta dos dados ocorreu através da aplicação de um histórico deenfermagem e para a análise foi abordada a seqüência das etapas do PE, utilizando-se a taxonomia II da NANDA. Foramidentificados dezessete diagnósticos de enfermagem, o que permitiu a elaboração de intervenções baseadas nas reaisnecessidades desses pacientes. Acreditamos que, as intervenções sugeridas fundamentadas com referencial teórico, serão desuma importância para a prática dos enfermeiros que trabalham nessa área, e principalmente no hospital em questão.

  11. Sintomas de doença e adaptação psicológica em pacientes brasileiros com esclerodermia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Catarina Correia Leite

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar a prevalência e o impacto dos sintomas de esclerodermia em pacientes brasileiros e descrever sua satisfação com o atendimento médico e sintomas psicológicos. MÉTODOS: Cento e vinte e oito pacientes brasileiros com esclerodermia participaram em uma pesquisa online preenchendo a versão portuguesa do Canadian Scleroderma Patient Survey of Health Concerns and Research Priorities. A média de idade dos participantes foi 38 anos (DP = 12,33 e a maioria dos participantes era constituída por mulheres (n = 108, 88%. RESULTADOS: Endurecimento/retesamento da pele, coceira na pele e dor articular foram sintomas informados como mais freqüentes, enquanto que dor muscular e dificuldade para subir escadas foram sintomas informados como tendo maior impacto. Os participantes informaram insatisfação em relação ao atendimento médico. As avaliações psicológicas sugeriram que o percentual de participantes com pontuação acima dos valores clínicos para depressão foi significativamente elevado (90%; n = 77. Além disso, 48% (n = 42 dos participantes se enquadravam nos critérios clínicos para transtorno da ansiedade e 40% (n = 35 dos participantes se enquadravam nos critérios clínicos de fobia social. Finalmente, 69% (n = 88 dos participantes informaram transtornos da imagem corporal. CONCLUSÕES: Os sintomas físicos e psicológicos associados com esclerodermia têm impacto significativo na qualidade de vida dos pacientes. Na presente amostra, os pacientes brasileiros informam níveis mais altos de insatisfação com o atendimento médico, em comparação com pacientes do Canadá e de países europeus. Esses pacientes brasileiros também informam mais casos de psicopatologia, particularmente sintomas de depressão. Nossos resultados sugerem que há necessidade que os profissionais levem em consideração os problemas individuais dos pacientes com esclerodermia e cuidem desses problemas.

  12. Vasculite mesentérica em paciente com lúpus eritematoso sistêmico juvenil

    OpenAIRE

    Albuquerque-Netto, Adão F.; Cavalcante, Erica G.; Sallum, Adriana M. E.; Aikawa, Nádia E.; Tannuri, Uenis; Silva, Clovis Artur Almeida da

    2013-01-01

    A vasculite mesentérica lúpica (VML) é uma rara causa de dor abdominal aguda. Há poucos relatos de caso demonstrando VML em adultos e, particularmente, em crianças e adolescentes. No entanto, para o nosso conhecimento, a prevalência dessa grave vasculite em uma população pediátrica com lúpus ainda não foi estudada. Portanto, dados de 28 anos consecutivos foram revisados e incluídos 5.508 pacientes em seguimento no Hospital da Faculdade de Medicina da Univesidade de São Paulo (FMUSP). Identifi...

  13. Analgesia regional periférica com lidocaína em paciente queimado: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geier Karl Otto

    2004-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A realização de anestesia regional em pacientes queimados é dificultosa pela localização aleatória das lesões térmicas. Elevadas taxas de alfa1 glicoproteína ácida com grande afinidade para drogas alcalinas, especialmente a lidocaína, têm sido observadas nesses pacientes. Este caso relata como o uso intermitente de anestesia e analgesia regional periférica com altas doses de lidocaína podem ser úteis em fornecer efetiva analgesia num paciente com queimaduras de segundo grau nos quatro membros, abrangendo, aproximadamente, 20% de área superficial queimada. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 23 anos, 86 kg, estado físico ASA II, com queimadura superficial da face, segundo grau nos quatro membros e elevada taxa sérica de alfa1 glicoproteína ácida (260 mg.dl-1, teve sua dor controlada com 11,6 mg.kg-1 de lidocaína com adrenalina 1:400.000 administrada por cateteres introduzidos e tunelizados para diversos procedimentos - irrigações e troca de curativos, desbridamentos, fisioterapia, enxertos cutâneos e analgesia diária durante 28 dias. CONCLUSÕES: Em pacientes queimados com injúrias térmicas localizadas nas extremidades, a analgesia regional periférica pode ser útil. As elevadas taxas séricas de alfa1 glicoproteína ácida e o local da injeção podem permitir o emprego de altas doses de lidocaína.

  14. Análisis de la Morfología del Raquis Torácico y Lumbar en Mujeres Trabajadoras de una Cooperativa Hortofrutícola

    OpenAIRE

    Muyor, José María; López-Miñarro, Pedro A; Casimiro, Antonio J; Nievas, Antonio J; Parrón, Tesifón

    2012-01-01

    El objetivo del presente estudio fue analizar la disposición angular del raquis torácico y lumbar en bipedestación y sedentación relajada en mujeres trabajadoras de una empresa hortofrutícola. Un total de 50 mujeres (media de edad: 43,62±8,43 años) fueron evaluadas mediante un Spinal Mouse en bipedestación y en sedentación relajada. Los valores angulares medios para el raquis torácico y lumbar fueron de 32,74±8,76 y -21,66±19,12 en bipedestación y de 36,32±10,55 y -1,08±18,14, en sedentación....

  15. Candidíase oral como marcador de prognóstico em pacientes portadores do HIV

    OpenAIRE

    Cavassani Valdinês Gonçalves dos Santos; Andrade Sobrinho Jozias de; Homem Maria da Graça Naclério; Rapoport Abrão

    2002-01-01

    Introdução: A candidíase oral é uma das doenças oportunistas mais fortemente associadas à infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). Vários relatos epidemiológicos enfatizam a prevalência da candidíase em pacientes HIV positivos e ressaltam a sua importância como marcador da progressão da doença e preditivo para o aumento da imunodepressão. Objetivo: Verificar as alterações estomatológicas em pacientes portadores do HIV tratados no Hospital Heliópolis - São Paulo, Brasil e comparar...

  16. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados Iatrogeny in hospitalized elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurico T. Carvalho-Filho

    1998-02-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.PURPOSE: To evaluate the iatrogenic complications in hospitalized elderly patients. MATERIAL AND METHOD: Review of the medical records of 96 patients, 48 men and 48 women, aged 60 to 93 years (75.7 years on average, hospitalized in a geriatric ward during 1995. RESULTS: The study of the medical records of the patients showed: 1 forty-two (43.7% of the elderly had one or more iatrogenic illnesses, with a total of 56 occurrences; 2 complications due to diagnostic tests corresponded to 17.9% of the iatrogenic disorders; 3

  17. Considerações sobre analgesia controlada pelo paciente em hospital universitário Consideraciones sobre analgesia controlada por el paciente en hospital universitario Patient controlled analgesia in a university hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Antônio Moreira de Barros

    2003-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O rápido progresso obtido nas técnicas cirúrgicas e anestésicas nos últimos anos proporcionou extraordinário aumento das indicações de procedimentos invasivos. Por outro lado, com o envelhecimento da população, o período de recuperação pós-operatória passou a ser motivo de maior preocupação da equipe de saúde. Para tanto, novas técnicas de analgesia foram criadas e desenvolvidas e, dentre elas, destaca-se a Analgesia Controlada pelo Paciente (ACP. Em nosso país, o Serviço de Dor Aguda (SEDA da Disciplina de Terapia Antálgica e Cuidados Paliativos, do Departamento de Anestesiologia da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP, utiliza há muitos anos esta técnica de analgesia. Com a finalidade de atestar a qualidade do serviço prestado, a pesquisa objetiva verificar a eficácia e segurança do método, assim como identificar e caracterizar a população atendida. MÉTODO: De modo retrospectivo, foram avaliados 679 pacientes tratados pelo SEDA, exclusivamente com o método de ACP, durante três anos. Os pacientes foram incluídos na análise aleatoriamente, sem restrições quanto à idade, ao sexo, ao tipo de cirurgia e considerando-se unicamente a possibilidade de indicação da ACP. Foram estudados os seguintes atributos: sexo, idade, tipo de cirurgia, intensidade da dor, dias de acompanhamento, analgésicos utilizados, vias de administração, ocorrência de efeitos colaterais e complicações da técnica. RESULTADOS: 3,96% dos pacientes submetidos a cirurgias e 1,64% dos internados no período observado foram acompanhados com técnica ACP. A cirurgia torácica foi a mais freqüentemente atendida, com 25% dos pacientes. A morfina foi o medicamento mais utilizado (54,2%, sendo a via peridural a preferencial (49,5%. A escala numérica verbal média foi de 0,8 (0-10. Os efeitos colaterais ocorreram em 22,4% dos doentes tratados. CONCLUSÕES: Os resultados foram considerados excelentes quanto

  18. Manejo nutricional em paciente cirúrgico com adenocarcinoma de pâncreas: Um relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Otoni da Silva

    2018-03-01

    Full Text Available O objetivo desse relato de caso é demonstrar como o manejo nutricional pode ser realizado em pacientes idosos com diagnóstico de adenocarcinoma de pâncreas e submetidos a cirurgia eletiva. Resultados: A dieta proposta supria a necessidade energética e calórica da paciente, o objetivo de recuperação do estado nutricional e preparo da paciente para o procedimento cirúrgico foi atingido, tendo em vista o prazo em que ocorreram os fatos. Foi ofertado o suplemento com imunonutrientes por um período de 12 dias no pré-operatório, sendo continuada no pós-operatório, conforme recomendado pelo DITEN, 2011. Nota se através desse relato a importância do uso das ferramentas de triagem e diagnóstico nutricional, para detecção precoce dos indivíduos desnutridos ou em risco nutricional, otimizando assim o planejamento para a oferta de calorias e nutrientes específicos a fim de melhorar o estado nutricional e prepara-los para a cirurgia. Descritores: Terapia nutricional; Neoplasias pancreáticas; Dietoterapia.

  19. Estrongiloidíase em pacientes com pênfigo foliáceo

    OpenAIRE

    Tavares-Neto,José; Alves,Denise Barcelos; Franciscon,José Umberto; Serrano,Carlos Roberto S.

    1991-01-01

    Em 30 pacientes com pênfigo foliáceo, a freqüência da estrongiloidíase foi de 40,0%, através de três exames de Baermann-Moraes. No "Hospital do Pênfigo", em Uberaba, as freqüências da estrongiloidíase nos funcionários (n = 14) e escolares (n = 47) da Escola-creche, anexa, também foram altas, respectivamente 35,7% e 23,4%. Em 7 (58,3 %) das 12 amostras do solo, do jardim/pátio do "Hospital", foram observadas formas de vida livre do Strongyloides stercoralis. O fator ambiental e a predisposição...

  20. Perfil cardiovascular em pacientes com apneia obstrutiva do sono

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Dumas Cintra

    2011-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Apneia Obstrutiva do Sono (AOS é um fator de risco para várias condições cardiovasculares incluindo aumento na mortalidade cardiovascular. Sendo assim, é essencial o conhecimento das principais repercussões cardiovasculares dos distúrbios respiratórios do sono durante uma avaliação clínica. OBJETIVO: Analisar as características cardiovasculares de pacientes com AOS. MÉTODOS: Pacientes submetidos a polissonografia basal foram consecutivamente selecionados do banco de dados do Instituto do Sono entre março de 2007 e março de 2009. Todos os pacientes foram orientados a comparecer ao ambulatório para coleta de sangue, exame físico, eletrocardiograma de 12 derivações, espirometria, teste cardiopulmonar em esteira ergométrica e ecocardiograma transtorácico. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética e pesquisa e registrado no site http://clinicaltrials.gov/ sob o número: NCT00768625. RESULTADOS: Foram analisados 261 pacientes e 108 controles. As principais características dos pacientes com AOS foram: obesidade, hipertensão, baixos níveis plasmáticos de lipoproteínas de alta densidade (HDL e aumento no diâmetro do átrio esquerdo quando comparados com controles (3,75 ± 0,42; 3,61 ± 0,41, p = 0,001, respectivamente. Essas características associadas correspondem a um acréscimo de 16,6 vezes na probabilidade de ocorrência de AOS independentemente do relato de algum sintoma dessa desordem, como sonolência ou ronco. CONCLUSÃO: Na amostra avaliada, o perfil cardiovascular dos pacientes com AOS mais encontrado foi: obesidade, hipertensão arterial, baixos níveis plasmáticos de HDL e átrio esquerdo com diâmetro aumentado.

  1. Incidência de disfunção sexual em pacientes com obesidade e sobrepeso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Benedito Martins e Silva

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência de disfunção sexual em pacientes com obesidade e sobrepeso atendidos no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA - UFAL. MÉTODOS: trata-se de um estudo descritivo transversal. A amostra foi constituída por pacientes do sexo feminino com sobrepeso ou obesidade. Foram coletados os dados antropométricos para avaliação do índice de massa corporal (IMC e da circunferência da cintura (CC. Em todos os indivíduos foi realizada a avaliação dos níveis séricos de glicose, colesterol total e triglicerídeos. Aplicou-se a versão validada em português do Índice de Função Sexual Feminina (IFSF, que analisa a resposta sexual quanto a desejo, excitação, lubrificação vaginal, orgasmo, satisfação sexual e dor. O escore total é a soma dos escores para cada domínio multiplicada pelo fator correspondente e pode variar de '2' a '36', considerando risco para disfunção sexual um escore total menor ou igual a '26'. RESULTADOS: foram avaliadas 23 mulheres com média de idade de 44 anos, onde 73,9% eram obesas e 82,6% apresentaram risco muito aumentado para complicações metabólicas (CC e"88cm. O risco aumentado para disfunção sexual esteve presente em 78,3% das entrevistadas, ocasionando prejuízos biopsicossociais. HAS, DM e dislipidemia estavam presentes em 33,3%, 22,2% e 61,1%, respectivamente, das pacientes sob risco para disfunção sexual. CONCLUSÃO: a análise dos resultados demonstra a necessidade de uma melhor investigação e atenção dos médicos para com pacientes com obesidade ou sobrepeso.

  2. Dieta hipocalórica e treinamento físico em pacientes com síndrome metabólica e apnéia do sono

    OpenAIRE

    Cristiane Maki Nunes

    2011-01-01

    INTRODUÇÃO. Estudos anteriores demonstraram que pacientes com síndrome metabólica (SMet) e apnéia obstrutiva do sono (SAOS) apresentam hiperativação simpática e hipersensibilidade quimiorreflexa. Neste trabalho, testamos as hipóteses de que: 1) dieta hipocalórica associada à treinamento físico (D+TF) melhora a sensibilidade quimiorreflexa em pacientes com SMet e 2) Os efeitos da D+TF seriam mais pronunciados em pacientes com SMet+AOS que em pacientes sem AOS (SMet-AOS). MÉTODOS. Vinte e sete ...

  3. Avaliação da reação de mitsuda em pacientes virchovianos inativos antes e após imunoterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Sueli Parreira de Arruda

    1995-09-01

    Full Text Available Neste estudo investigou-se o potencial imunomodulador do levamisole e da mistura BCG/Mycobacterium leprae em pacientes virchovianos inativos, utilizando como parâmetro a reação de Mitsuda. Vinte pacientes, classificados como Mitsuda histologicamente negativos há 10 anos, foram divididos em três grupos: cinco pacientes que foram somente reavaliados frente a mitsudina: oito pacientes que receberam levamisole e, sete que receberam a mistura de BCG vivo mais M. leprae morto. Os resultados mostraram que: 1 o levamisole não alterou a reatividade à mitsudina em nenhum dos casos estudados; 2 as modificações da reatividade verificadas com o uso da mistura (tres casos ou aquelas que ocorreram espontaneamente (tres casos foram sempre de pequena amplitude e refletiram variações próprias de pacientes com algum grau de resistência ao Mycobacterium leprae.

  4. Prevalência de talassemias e hemoglobinas variantes em pacientes com anemia não ferropênica

    OpenAIRE

    Wagner,Sandrine C.; Silvestri,Matheus C.; Bittar,Christina M.; Friedrisch,João R.; Silla,Lúcia M. R.

    2005-01-01

    Para estabelecer a freqüência de hemoglobinopatias e talassemias em pacientes com anemia não ferropênica foram estudados 58 casos de pacientes comprovadamente com anemia não ferropênica e 235 controles obtidos de pessoas sem anemia. Todas as amostras foram obtidas do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), RS, Brasil. As técnicas realizadas foram eletroforese em acetato de celulose, pH alcalino, pesquisa citológica de Hb H, HPLC, hemograma e ferritina. A análise dos dados realizada no gr...

  5. Avaliação da qualidade de vida em pacientes submetidos à cirurgia de catarata, com implantes de lentes monofocais bifocais e multifocais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beogival Wagner Lucas Santos

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo: Fornecer uma avaliação objetiva e subjetiva da qualidade de vida e o nível de satisfação de pacientes que se submeteram à cirurgia de catarata, com implante de lentes bifocais, multifocais e monofocais. Métodos: Lentes bifocais foram implantadas em 72 pacientes; lentes multifocais asférica em 16 pacientes; lentes multifocais apodizada em 20 pacientes e lentes monofocais em 63 pacientes. Foi aplicado um questionário de 47 perguntas cujos resultados foram avaliados e analisados. Resultados: O nível de satisfação dos pacientes implantados com lentes bifocais e multifocais foi significantemente mais alto do que aqueles com lentes monofocais (teste Kruskal-Wallis p<0,01, seguido do teste Dunn, p<0,05. Quanto à comparação de lentes monofocais com lentes bifocais e multifocais, a visão para perto sem correção foi consideravelmente mais baixa em pacientes com lentes monofocais (teste Z, p<0,001. Os pacientes com lentes monofocais sem correção apresentaram uma menor capacidade de ler jornais ou livros e no que diz respeito a trabalhos manuais do que aqueles com lentes bifocais e multifocais (teste Z, p<0,001. Conclusão: Os resultados deste estudo mostram que os pacientes que receberam as lentes bifocais e multifocais tiveram uma melhora notável em sua acuidade visual para perto, estando satisfeitos com sua visão geral, sem óculos. A satisfação foi atribuída ao fato de conseguirem ler livros e jornais, preencher cheques, preencher formulários, praticar esportes, se barbear ou se maquiar sem correção.

  6. Influência do óxido nitroso na velocidade de indução e de recuperação do halotano e do sevoflurano em pacientes pediátricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Angela Tardelli

    2001-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A utilização de múltiplos de CAM, não comparáveis, do sevoflurano e do halotano, além da diferente contribuição do N2O na CAM destes dois agentes, em pacientes pediátricos, são os fatores citados para explicar igual velocidade de indução e de recuperação destes agentes com diferentes solubilidades sangüíneas. O objetivo deste trabalho foi avaliar o tempo de indução através de múltiplos da CAM e a recuperação da anestesia mantida com concentração expirada fixa de 1 CAM de halotano ou sevoflurano, associados ou não ao N2O, em crianças sob anestesia peridural sacra. MÉTODO: Foram estudadas 63 crianças divididas em 4 grupos de acordo com o agente inalatório utilizado para indução e manutenção da anestesia: Grupo 1: Halotano; Grupo 2: Halotano + N2O; Grupo 3: Sevoflurano; Grupo 4: Sevoflurano + N2O. Todas foram submetidas à peridural sacra. A indução sob máscara foi iniciada com 1 CAM do halogenado e incrementos de 0,5 CAM a cada 3 movimentos respiratórios até atingir 3 CAM, no máximo. Foram analisados os seguintes parâmetros: freqüência cardíaca, pressão arterial sistólica e diastólica, fração expirada dos agentes inalatórios e os tempos de indução, de emergência e de resposta a comandos. RESULTADOS: Os tempos cirúrgicos não mostraram diferença significativa entre os grupos. Os tempos para perda do reflexo ciliar, para o término da indução, de emergência e orientação dos grupos 1 e 2 foram maiores que dos grupos 3 e 4, sem diferença entre os grupos 1 e 2 e entre os grupos 3 e 4. A freqüência cardíaca e as pressões arteriais sistólica e diastólica não diferiram entre os grupos, nos diferentes tempos considerados. CONCLUSÕES: Nesta faixa etária, com a técnica anestésica empregada, os tempos de indução e de recuperação da anestesia foram diferentes entre os grupos do halotano e do sevoflurano, mas não apresentaram diferença com a associação de

  7. Comparacao dos criterios RIFLE, AKIN e KDIGO quanto a capacidade de predicao de mortalidade em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Machado Levi

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: A lesão renal aguda é uma complicação comum em pacientes gravemente enfermos, sendo os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO utilizados para sua classificação. Esse trabalho teve como objetivo a comparação dos critérios citados quanto à capacidade de predição de mortalidade em pacientes gravemente enfermos. Métodos: Estudo de coorte prospectiva, utilizando como fonte de dados prontuários médicos. Foram incluídos todos os pacientes admitidos na unidade de terapia intensiva. Os critérios de exclusão foram tempo de internamento menor que 24 horas e doença renal crônica dialítica. Os pacientes foram acompanhados até a alta ou óbito Para análise dos dados, foram utilizados os testes t de Student, qui-quadrado, regressão logística multivariada e curva ROC. Resultados: A média de idade foi de 64 anos, com mulheres e afrodescendentes representando maioria. Segundo o RIFLE, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 22,58%, 24,19% e 35,48% para pacientes sem lesão renal aguda e em estágios Risk, Injury e Failure, respectivamente. Quanto ao AKIN, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 12,90% e 40,32% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. Considerando o KDIGO 2012, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 11,29% e 41,94% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. As três classificações apresentaram resultados de curvas ROC para mortalidade semelhantes. Conclusão: Os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO apresentaram-se como boas ferramentas para predição de mortalidade em pacientes graves, não havendo diferença relevante entre os mesmos.

  8. Qualidade de vida em pacientes com endometriose: um estudo de revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Paula Custódio Silva

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivo: O presente estudo teve como objetivo mostrar os principais resultados dos estudos que avaliaram qualidade de vida (QV em mulheres com endometriose. Também são apresentadas estratégias para promoção da saúde, visando demonstrar as pacientes com essa condição ginecológica que é possível viver bem mesmo sendo portadora de uma doença crônica. Métodos: Para isso, foi realizada uma pesquisa bibliográfica no PubMed utilizando os descritores quality of life and endometriosis e os seguintes filtros: artigos com abstract disponível, com data de publicação dos últimos 10 anos, em humanos do sexo feminino, idioma inglês/português e cujos termos constavam no título/abstract. A busca foi realizada em dezembro de 2013, resultou em 147 artigos e de acordo com os critérios de inclusão, 12 foram selecionados para leitura. Resultados: Todos os artigos evidenciaram que as mulheres com endometriose apresentaram uma redução na QV e cinco estudos associaram nível socioeconômico, intensidade da dor e hábitos saudáveis como fatores que influenciam a QV dessa população. No entanto, nenhum dos estudos propõe as pacientes com a doença estratégias para a melhora da QV. O presente estudo mostra os benefícios da prática regular de atividade física em elevar a QV e, portanto, estimula sua realização como uma maneira de minimizar os sintomas da endometriose, em especial a dor e os sintomas psicológicos. Conclusão: Considerando que a endometriose é uma doença complexa e prevalente, o ideal seria o fornecimento de um atendimento holístico as pacientes, executado por uma equipe multidisciplinar que atuaria de modo integrado na orientação, acompanhamento e tratamento das mulheres com endometriose.

  9. Estresse e estratégias de enfrentamento em pacientes que serão submetidos à cirurgia de colecistectomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Faro Santos

    2006-06-01

    Full Text Available A presente pesquisa objetivou comparar o estresse em pacientes no pré-operatório da cirurgia de colecistectomia em relação aos pacientes submetidos ao tratamento clínico de gastrite, buscando também delinear as estratégias de enfrentamento utilizadas por esses pacientes. A amostra foi composta por dois grupos, sendo 15 pacientes cirúrgicos e 10 pacientes do tratamento clínico. Para a detecção do estresse utilizou-se o Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp e para o conhecimento das estratégias de enfrentamento, aplicou-se o Inventário de Estratégias de Coping de Folkman e Lazarus. Nos resultados, constatou-se que a maioria dos pacientes cirúrgicos teve estresse (73,3%, enquanto no grupo do tratamento clínico, somente 10% deles apresentaram. Predominaram pacientes na fase de resistência (72,7% e com sintomas físicos (63,3%. Houve relação estatisticamente significativa entre o sexo e o diagnóstico de estresse, indicando que o sexo feminino apresentou maior ocorrência de estresse na amostra pesquisada (p<0,05. Acredita-se que a cirurgia caracterizou-se como um fator estressante, ressaltando a necessidade da implementação de ações que visem o manejo adequado do estresse, em vista da redução da tensão no pré-cirúrgico e uma melhor recuperação no pós-cirúrgico.   Palavras-chave: estresse; cirurgia; enfrentamento.

  10. Síndrome hemolítico-urêmica causada por gencitabina em uma paciente jovem com colangiocarcinoma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    John Fredy Nieto-Ríos

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo A gencitabina é um fármaco utilizado no tratamento de vários tipos de neoplasias malignas. Há poucas descrições de associação entre a droga e a síndrome hemolítico-urêmica (SHU, apesar de os pacientes em questão terem ido a óbito em pelo menos 50% dos casos. O presente artigo relata o caso de uma paciente com 25 anos de idade em remissão diagnosticada com colangiocarcinoma que apresentou anemia hemolítica microangiopática acompanhada de insuficiência renal aguda anúrica após cinco ciclos de quimioterapia com gencitabina; as manifestações eram condizentes com SHU causada pelos efeitos colaterais do medicamento. A administração de gencitabina foi interrompida, e a paciente foi tratada com hemodiálise, transfusões de sangue, trocas de plasma, corticosteroides, doxiciclina e rituximabe. Foi atingido um desfecho favorável; mais especificamente, a hemólise foi controlada e a função renal foi plenamente restabelecida.

  11. Sarcoma de Kaposi em paciente transplantada renal em uso de Fk-506 Kaposi's Sarcoma in a renal transplant patient receiving Fk-506

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge David Rocha Zanol

    2002-12-01

    Full Text Available O Sarcoma de Kaposi (SK é neoplasia maligna multicêntrica, cutânea e extracutânea, que tem sido descrita em pacientes transplantados renais que recebem terapia imunossupressora clássica. Este estudo descreve um caso de sarcoma de Kaposi em paciente transplantada renal recebendo FK-506, que surgiu 10 meses após o transplante.Kaposi's sarcoma is a cutaneous and extra cutaneous multicentric malignancy that has been widely described in renal-transplant patients under classic immunosuppressive therapy. This study describes a renal-transplant patient under immunosuppressive therapy with FK-506 who presented Kaposi's sarcoma 10 months after the transplantation.

  12. Impacto da remoção de biofilme lingual em pacientes sob ventilação mecânica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Sérgio da Silva Santos

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a eficiência de limpador de língua para remoção do biofilme lingual em pacientes sob ventilação mecânica. MÉTODOS: Foram coletadas amostras de biofilme lingual e de secreção traqueal de 50 pacientes intubados ou traqueostomizados sob ventilação assistida em grupo de estudo (GE - uso de limpador lingual e grupo controle (GC - sem higienização da língua. Foi realizada cultura de secreção oral e traqueal do GE (inicialmente e após 5 dias e do GC (em momento único para avaliar as modificações na flora bacteriana. RESULTADOS: Os pacientes do GE tinham mediana de idade de 77 (45-99 anos, e os do GC de 79 (21-94 anos. O período de internação dos pacientes do GE oscilou entre 17 e 1.370 dias, com mediana de 425 dias, e do GC, entre 4 e 240 dias, com mediana de 120 dias. Na comparação do índice de placa bacteriana bucal entre os grupos de estudo e controle, não foram encontradas diferenças significantes. Não houve correlação entre esse índice e o tempo de internação. A mesma flora bacteriana foi encontrada na placa bacteriana bucal antes e após 5 dias de uso do raspador lingual no GE, somente em 9 dos 27 casos em relação ao encontrado no GC (p=0,683. Em 7 dos 27 pacientes do GE houve positividade de culturas bacterianas com as mesmas cepas tanto para biofilme lingual quanto para secreção traqueal (p=0,003 em relação ao GC. A similaridade na resistência e na sensibilidade das cepas dos micro-organismos encontrados, com o objetivo de associar a flora do biofilme lingual com a da secreção traqueal, mostrou significância em 6/23 casos somente no GC (p=0,006. CONCLUSÃO: O uso do limpador de língua é um mecanismo efetivo na redução do biofilme lingual em pacientes sob ventilação mecânica, além de facilitar a ação dos cuidadores para ações de higiene bucal.

  13. Acolhimento e sintomas de ansiedade em pacientes no pré-operatório de cirurgia cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthia Calsinski Assis

    2014-06-01

    Full Text Available Trata-se de ensaio clínico randomizado, em que se objetivou comparar a frequência e intensidade de sintomas de ansiedade de pacientes em pré-operatório de cirurgia cardíaca que receberam acolhimento do enfermeiro ou do familiar ou os que não receberam nenhum tipo específico de acolhimento. A amostra foi constituída de 66 pacientes em pré-operatório de cirurgia cardíaca, que foram alocados em três grupos: acolhimento pelo enfermeiro, sem acolhimento específico e acolhimento pelo familiar. A ansiedade foi avaliada em dois momentos: antes e após a intervenção. O instrumento utilizado foi o construído e validado por Suriano, composto por 19 características definidoras do diagnóstico de enfermagem ansiedade. Observou-se que a redução dos sintomas de ansiedade foi maior no grupo que recebeu acolhimento dos familiares quando comparado aos outros dois grupos. Os resultados sugerem que o incentivo à participação de familiares pode contribuir para a redução de sintomas ansiosos em pacientes no pré-operatório de cirurgias cardíacas.

  14. Perfil Sistêmico e Manifestações Bucais em Pacientes com Hipotireoidismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziele Beanes da Silva Santos

    2012-06-01

    Full Text Available O hipotireoidismo é uma desordem endócrina, de natureza sistêmica caracterizada pela disfunção na glândula tireóide. Os hormônios tireoidianos T3 e T4 são necessários para suprir funções orgânicas normais do organismo. Desta forma, distúrbios na secreção de T3 e T4 podem estar associados a alterações no sistema estomatognático. Dentre essas alterações encontram-se hipoplasia condilar, atresia maxilar ou mandibular, hipodesenvolvimento da mandíbula, prognatismo maxilar, hipoplasia de esmalte e dentina, taurodontia e retardo na erupção dentária e no desenvolvimento radicular. Desta forma é imprescindível que o cirurgião dentista tenha conhecimento sobre as manifestações locais ou sistêmicas associadas a esta desordem endócrina. O objetivo deste artigo é abordar as alterações sistêmicas e bucais em pacientes acometidos pelo hipotireoidismo, bem como os cuidados e condutas terapêutica que podem ser adotados durante o tratamento odontológico. A coleta de dados foi realizada através da seleção de artigos publicados a cerca das manifestações bucais em pacientes acometidos por hipotireoidismo nos principais bancos de dados, Bireme, Medline e Scielo. O hipotireoidismo é uma patologia sistêmica comum, que ocasionalmente apresenta manifestações bucais e necessitam de cuidados especiais durante tratamentos odontológicos. A interação medicamentosa frente à pacientes em tratamento do hipotireoidismo também deve ser considerada, uma vez que medicações comumente prescritas na odontologia podem promover reações adversas. Desta forma, é imprescindível que o cirurgião-dentista tenha conhecimento sobre os procedimentos adequados na terapêutica de pacientes com essa síndrome.

  15. Técnicas cirúrgicas para correção da presbiopia em pacientes fácicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ferraz Caroline Amaral

    2004-01-01

    Full Text Available A presbiopia é a afecção ocular mais freqüente e é definida como a perda progressiva da amplitude acomodativa relacionada à idade. Atualmente, tentativas de correção cirúrgica da presbiopia em paciente fácicos e afácicos têm recebido considerável atenção, sendo campo vasto de pesquisa. O objetivo deste artigo é discutir as técnicas cirúrgicas propostas para correção da presbiopia em pacientes fácicos publicadas na literatura até o presente momento.

  16. Anestesia subaracnóidea para cesariana em paciente portadora de esclerose múltipla: relato de caso

    OpenAIRE

    Barbosa, Fabiano Timbó; Bernardo, Ronaldson Correia; Cunha, Rafael Martins da; Pedrosa, Maria do Socorro Melo

    2007-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A esclerose múltipla é uma doença adquirida que se caracteriza por áreas desmielinizadas no encéfalo e na medula espinal. O quadro clínico depende das áreas anatômicas acometidas. As principais causas de morte são infecção, falência respiratória e estado de mal epiléptico. Ocorre em pacientes geneticamente predispostos após contato com fatores ambientais, principalmente os vírus. O objetivo desse relato foi apresentar a técnica anestésica adotada em paciente com esc...

  17. Qualidade de vida de pacientes renais crônicos em hemodiálise ou diálise peritoneal: estudo comparativo em um serviço de referência de Curitiba - PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Aguiar Gonçalves

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Introdução: A doença renal crônica (DRC compromete saúde e rotina de seu portador. No estágio V da DRC, o paciente torna-se elegível para iniciar a terapia substitutiva renal por hemodiálise (HD, diálise peritoneal (DP ou transplante renal. O tipo de tratamento pode ser importante para melhorar a qualidade de vida do paciente. Objetivo: Comparar a qualidade de vida de pacientes renais crônicos em estágio V-D (em diálise que realizam DP domiciliar ou HD. Métodos: Estudo transversal com coleta prospectiva, por conveniência, por meio da aplicação de questionários socioeconômicos e KDQOL-SF 36 em pacientes do ambulatório de DP e pacientes em HD da Fundação Pró-Renal e clínicas-satélite de Curitiba-PR. Resultados: Amostra de 338 pacientes, sendo 222 em HD, e 116 em DP. Idade média de 54,4 ± 15,28 anos para HD e 58,0 ± 13,99 para DP. Variáveis: situação do trabalho (p < 0,05, estímulo por parte da equipe de diálise (p < 0,01 e satisfação do paciente (p < 0,001 foram favoráveis à DP, enquanto que funcionamento físico (p < 0,05 e função emocional (p < 0,01 foram favoráveis à HD. Conclusão: Objetivamente, a DP mostrou-se melhor em relação à qualidade de vida por apresentar um maior número de itens com resultados significativos quando comparada à HD. Porém, as duas variáveis de maior significância encontradas na HD (funcionamento físico e funcionamento emocional têm um impacto maior no bem-estar e no cotidiano no ambiente externo à clínica do que aquelas superiores na DP, tornando a HD mais favorável à qualidade de vida do paciente.

  18. Ambliopia por estrabismo: estudo retrospectivo de pacientes em hospital universitário

    OpenAIRE

    Costa,Deborah Salerno; Klein,Rita de Cássia Andrade; Leite,Cristiane de Almeida; Ginguerra,Maria Antonieta da Anunciação; Polati,Mariza

    2006-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a influência da adesão ao tratamento, da gravidade da ambliopia e da idade de início do tratamento em pacientes com ambliopia por estrabismo submetidos à terapia oclusiva. MÉTODOS: Analisaram-se 569 prontuários de pacientes com ambliopia por estrabismo atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP no período de 1983 a 2000. Os critérios de exclusão foram: perda de seguimento, idade maior que 12 anos, presença de nistagmo e outras doenças oculares. Todos ...

  19. Estresse ocupacional em enfermeiros intensivistas que prestam cuidados diretos ao paciente crítico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Inoue

    2013-10-01

    Full Text Available Realizou-se pesquisa descritivo-exploratória em cinco instituições hospitalares da região Oeste do estado do Paraná, entre maio e julho de 2010, com o objetivo de identificar o nível de estresse em enfermeiros intensivistas que prestam cuidados diretos a pacientes críticos. Participaram 58 enfermeiros intensivistas assistenciais, cujo nível de estresse foi avaliado de acordo com o Domínio D da Escala Bianchi de Estresse. A maioria (65,5% apresentou nível de estresse médio. Os estressores com maior pontuação foram Enfrentar a morte (5,6 pontos; Atender às emergências na unidade (5,1 pontos; Atender os familiares de pacientes críticos ou Orientar familiares de pacientes críticos (ambos com 4,8 pontos. É preciso adotar estratégias para a prevenção / redução de estresse, porque os principais estressores apontados relacionam-se a atribuições específicas dos enfermeiros.

  20. Desfechos clínicos por região geográfica em pacientes com implante de stent eluidor de Zotarolimus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chaim Lotan

    2011-05-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Diferenças entre regiões geográficas em relação à características de pacientes e desfechos, particularmente em síndromes coronarianas agudas, tem sido demonstradas em testes clínicos. Os desfechos clínicos após intervenções coronarianas percutâneas com o stent eluidor de Zotarolimus em uma população real foram analisados com o tempo. OBJETIVO: A influência da localização geográfica sobre os desfechos clínicos com o stent eluidor de Zotarolimus foi avaliada em três regiões: Pacífico Asiático, Europa e América Latina. MÉTODOS: Um total de 8.314 pacientes (6.572 da Europa, 1.522 do Pacífico Asiático e 220 da América Latina foram acompanhados por 1 ano; 2.116 desses (1.613, 316, e 187, respectivamente foram acompanhados por 2 anos. Características dos pacientes e lesões, terapia antiplaquetária dupla e desfechos clínicos foram comparados entre a América Latina e as outras duas regiões. RESULTADOS: Os pacientes da América Latina apresentavam a maior proporção de fatores de risco e infarto do miocárdio prévio. O uso da terapia antiplaquetária dupla declinou rapidamente na América Latina, de 44,9% em 6 meses para 22,5% em 1 ano e 7,8% em 2 anos (Europa: 87,4%, 61,5%, 19,7%; Pacífico Asiático: 82,4%, 67,0%, 45,7%, respectivamente. Não houve diferenças significantes entre a América Latina e a Europa ou Pacífico Asiático para qualquer desfecho em qualquer ponto do tempo. A incidência de trombose de stent provável e definitiva pelo Academic Research Consortium foi baixa (<1,2% entre todos os pacientes em 1 ano e 2 anos. CONCLUSÃO: Os desfechos clínicos foram comparáveis entre os pacientes da América Latina e Europa, e América Latina e Pacífico Asiático, a despeito dos subgrupos clínicos menos favoráveis na América Latina, perfil de risco mais elevado e menor uso acentuado de terapia antiplaquetária dupla com o tempo.

  1. Rosuvastatina e ciprofibrato no tratamento da dislipidemia em pacientes com HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Domingos

    2012-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A dislipidemia secundária à terapia antirretroviral potente nos pacientes com HIV está associada à significativa elevação da morbimortalidade cardiovascular por doença aterosclerótica, sendo, portanto, necessário tratamento imediato e eficaz. OBJETIVO: Demonstrar a efetividade e a segurança da rosuvastatina e do ciprofibrato no tratamento da dislipidemia associada à terapia antirretroviral potente em pacientes com HIV. MÉTODOS: Trezentos e quarenta e seis pacientes com dislipidemia foram submetidos a tratamento farmacológico: 200 pacientes com hipertrigliceridemia receberam ciprofibrato (Grupo I; 79 pacientes com hipercolesterolemia receberam rosuvastatina (Grupo II; e 67 pacientes com dislipidemia mista receberam ciprofibrato associado a rosuvastatina (Grupo III. O perfil lipídico foi avaliado antes e após o tratamento hipolipemiante, sendo feita comparação estatística pelo teste de Wilcoxon. Transaminases hepáticas e creatinofosfoquinase foram dosadas para controle de toxicidade hepática e muscular. RESULTADOS: As concentrações séricas de triglicérides e de colesterol total foram significativamente menores do que as obtidas antes do tratamento, para os três grupos experimentais (p < 0,002. Observou-se aumento significativo do HDL colesterol nos grupos experimentais I e III (p < 0,002. Nos grupos I e II, o LDL-colesterol foi significativamente menor (p < 0,001. Nenhum dos pacientes apresentou elevações de transaminases ou de creatinofosfoquinase a níveis de toxicidade significativa. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo demonstram que ciprofibrato, rosuvastatina ou a combinação de ambos pode ser considerada tratamento hipolipemiante efetivo, seguro e com boa tolerância nos pacientes com Aids submetidos à terapia antirretroviral potente.

  2. Infecção hospitalar em pacientes cirúrgicos de Hospital Universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Medeiros Aldo da Cunha

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores intercorrentes e a incidência da infecção em pacientes operados no Hospital Universitário da UFRN. MÉTODOS: Foram estudados, através de protocolo previamente estabelecido, 3.120 pacientes internados que se submeteram a procedimentos cirúrgicos no período de janeiro de 1999 a outubro de 2002. RESULTADOS: O índice de infecção hospitalar foi de 5,9%, e a topografia de maior incidência foi a ferida operatória (3,7%. Infecção respiratória ocorreu em 1,2%, urinária em 0,6% e bacteremia em 0,1%. O índice de infecção comunitária foi de 9,2%, predominando infecção urinária (5% e respiratória (2,1%. Quanto ao grau de contaminação das feridas operatórias, as feridas limpas (1479 apresentaram infecção em 2,9%, as feridas limpas-contaminadas (1277 em 6,0% dos casos, as feridas contaminadas (270 em 15,1%, e as ferida infectadas (94 resultaram em infecção em 30,75% dos casos. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a incidência de infecção cirúrgica foi compatível com os índices na literatura mundial. A partir desses dados, ratifica-se a importância de medidas de controle de infecção hospitalar de forma sistemática, como vem sendo realizado no hospital onde o estudo foi realizado.

  3. Níveis séricos de vitamina D e periodontite crônica em pacientes com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jessica do Amaral Bastos

    2013-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO A concomitância de periodontite crônica (PC em pacientes com doença renal crônica (DRC tem sido associada a desfechos adversos. A deficiência de vitamina D (25(OHD parece desempenhar papel importante na PC e níveis inadequados de vitamina D têm sido descritos em pacientes com DRC. OBJETIVO: Examinar a relação entre níveis séricos de vitamina D e PC em pacientes com DRC pré-dialítica. MÉTODO: Estudo de caso-controle, definidos, respectivamente, como pacientes com DRC e PC e DRC sem PC. Os dados demográficos, de exame físico e laboratoriais foram obtidos no dia da consulta. A DRC foi definida e estagiada segundo a NKF QDOKI TM. Os níveis séricos de 25(OH D foram dosados por quimioluminescência quando da avaliação da PC, a qual foi caracterizada segundo os critérios de Academia Americana de Periodontologia (1999. Os resultados de 25(OHD foram estratificados em deficiência ( 30 ηg/mL. RESULTADOS: Um total de 29 pacientes foram estudados, 15 no grupo caso e 14 no grupo controle. Os pacientes casos apresentaram mediana de 25(OH D inferior a dos pacientes controles (22,6 vs. 28,6 ηg/mL; p < 0,01. A frequência de pacientes casos com insuficiência/deficiência de vitamina D foi maior do que entre os pacientes controles (93,3% vs. 57,1%, p < 0,004. Por outro lado, o percentual de pacientes com suficiência de vitamina D foi maior entre os controles se comparados aos integrantes do grupo casos (42,9% vs. 6,7%, p < 0,004. CONCLUSÃO: Em pacientes com DRC, a deficiência de vitamina D se associa com PC.

  4. Efeito do treinamento resistido em paciente com fibromialgia: estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Zadorosnei Rebutini

    2013-06-01

    Full Text Available A fibromialgia (FM é uma doença idiopática de ordem reumatológica e incurável que causa dores crônicas e possui tratamento complexo e multifatorial. O exercício físico pode fazer parte do tratamento por atenuar parte dos sintomas da FM, porém a literatura ainda carece de informações sobre tipo, intensidade, duração e frequência ótimos contra os sintomas da FM. O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito de 12 semanas de treinamento resistido em uma paciente com FM que não fazia tratamento farmacológico. Os resultados indicaram que 12 semanas de treinamento resistido foi capaz de reduzir as dores, melhorar a capacidade funcional, o bem-estar geral e a qualidade de vida da paciente. O treinamento resistido pareceu atenuar os efeitos negativos da FM e parece ser uma ferramenta promissora para pacientes com FM que gostem desse tipo de atividade.

  5. Comportamento do índice de massa do ventrículo esquerdo de pacientes em diálise no decorrer de 17 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Loren Giagio Cavalcante

    2015-09-01

    Full Text Available ResumoIntrodução:A hipertrofia ventricular esquerda (HVE é alteração frequente em pacientes de diálise e imprime prognóstico sombrio. Não se conhece qual a tendência secular dessa alteração cardíaca em nossos pacientes.Objetivo:Avaliar o comportamento da HVE, pelo índice de massa do ventrículo esquerdo (IMVE, no decorrer de 17 anos em pacientes de um centro universitário de diálise, bem como verificar as possíveis causas desse comportamento.Métodos:Foi realizado um estudo longitudinal retrospectivo que avaliou, por meio de ecocardiografia, o IMVE em pacientes submetidos à hemodiálise em nosso Serviço de Diálise durante o período de 17 anos, de 1993 a 2010. Foram incluídos 250 exames de pacientes com doença renal crônica estágio V-D com idade superior a 18 anos que foram submetidos à avaliação ecocardiográfica de rotina.Resultados:Notou-se redução do IMVE à medida que os anos avançavam. Essa redução correlacionou-se à diminuição da pressão arterial e à elevação da hemoglobina. Em análise múltipla, a massa ventricular esquerda associou-se apenas à pressão arterial.Conclusão:A porcentagem de pacientes com HVE sofreu redução significante no decorrer de 17 anos em nossa Unidade de Diálise. O fator associado a essa redução foi a diminuição da pressão arterial.

  6. Anestesia para cesariana em paciente com síndrome de Guillain-Barré: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Volquind

    2013-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A Síndrome de Guillain-Barré durante a gestação é considerada uma CIRURGIA, Cesárea; complicação neurológica rara e o manejo anestésico para a cesariana nessas pacientes ainda não é consenso na literatura. O objetivo deste artigo é relatar o caso de uma paciente gestante portadora da Síndrome de Guillain-Barré submetida à cesariana. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 22 anos, com 35 semanas e cinco dias de idade gestacional, da celularidade. A técnica anestésica empregada foi a anestesia geral, induzida com propofol 1,5 mg.kg-1 e mantida com sevofiurano 2% em oxigênio e fentanil 3 µg.kg-1. O procedimento transcorreu sem complicações, tanto para a gestante quanto para o concepto. A paciente obteve alta no décimo dia de internação, após melhora progressiva do quadro neurológico. CONCLUSÕES: A técnica anestésica a ser empregada em gestantes portadoras da Síndrome de Guillain-Barré que necessitam fazer cesariana permanece como escolha do anestesiologista, que deve ser guiado pelo quadro clínico e pelas comorbidades de cada paciente.

  7. Estudo clínico e padrão de herança em pacientes com retinose pigmentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Cotta de Queiroz

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Realizar análise epidemiológica de pacientes com retinose pigmentar (RP, caracterizando aspectos clínicos da doença e o padrão de herança encontrado em nosso meio, de acordo com a presença ou não de síndrome de Usher. MÉTODOS: Foram estudados 155 pacientes com RP, tendo sido a amostra dividida em 2 grupos: grupo 1 (n=130, com pacientes diagnosticados com RP clássica, sem associação com alterações sistêmicas; e grupo 2 (n=25, com pacientes diagnosticados com Síndrome de Usher (USH. Foram caracterizados aspectos clínicos da doença (sexo, idade, sintomas oculares, acuidade visual, alterações do segmento anterior e posterior e alterações em exames complementares e o padrão de herança encontrado. Os dados foram obtidos através de anamnese, exame oftalmológico completo e exames subsidiários (campo visual manual, eletrorretinograma, retinografia simples e fluorescente, no período de fevereiro de 2003 a dezembro de 2009. Foi utilizado o programa SPSS versão 13.0 para análise dos dados estatísticos. RESULTADOS: A herança autossômica recessiva foi a forma mais comumente encontrada (76,2% no grupo 1, mas em proporção maior do que a de outros trabalhos da literatura. Um menor número de casos com padrão recessivo ligado ao X (1,5% também foi notado no grupo 1. Não houve diferença estatisticamente significante entre as características clínicas entre os dois grupos. CONCLUSÃO: O padrão de herança encontrado nos pacientes com RP clássica foi similar ao encontrado em outros trabalhos. As características clínicas foram semelhantes nos dois grupos estudados.

  8. Anestesia peridural com lidocaína isolada ou associada à clonidina: efeito cardiorrespiratório e analgésico em cães Epidural anesthesia with lidocaine alone or combinated with clonidine: cardiopulmonary and analgesic effects in dogs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Navarro Cassu

    2010-10-01

    Full Text Available Analgesia satisfatória tem sido relatada com a administração peridural de agonistas adrenérgicos em associação aos anestésicos locais. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar o efeito analgésico e cardiorrespiratório da lidocaína isolada ou associada à clonidina via peridural lombossacra em cães. Seis cães foram submetidos a dois tratamentos, com intervalo mínimo de 15 dias entre cada avaliação. No tratamento L, foi empregada lidocaína 2% com vasoconstrictor (5mg kg-1 e, no tratamento C, a clonidina (10µg kg-1 foi associada à lidocaína, de modo a perfazer um volume final de 0,25ml kg-1. Os animais foram tranquilizados com acepromazina (0,05mg kg-1 IV e mantidos sob anestesia com isofluorano em máscara facial durante a punção do espaço peridural. Foram mensuradas: frequência cardíaca (FC, parâmetros eletrocardiográficos (ECG, frequência respiratória (f, pressão arterial sistólica (PAS, gases sanguíneos, temperatura retal (T, duração e extensão do bloqueio anestésico. A estatística foi realizada com análise de variância, teste de Tukey e teste t pareado (PSatisfactory analgesia has been related with epidural 2 adrenoceptor agonists in combination with local anesthetics. The aim of this study was to compare the analgesic and cardiopulmonary effects of lidocaine or lidocaine-clonidine epidural injections in healthy dogs. Dogs were randomly assigned to two groups of six animals each. The L group received lidocaine (5mg kg-1 L and the C group lidocaine plus clonidine (10µg kg-1 C. Preanaesthetic medication was carried out with acepromazine (0.05mg kg-1 IV. Anaesthesia was induced and maintained with isoflurane by facial mask for epidural injection. Heart rate (HH, electrocardiography (ECG, respiratory rate (RR, systolic arterial blood pressure (SAP, rectal temperature (RT, blood gases, duration of anesthesia and sensitive block level were investigated. Statistical analysis was performed with ANOVA, Tukey test

  9. Avaliação do cuidado prestado a pacientes diabéticos em nível primário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rejane B. Araújo

    1999-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever características de pacientes diabéticos acompanhados em um posto de atenção primária à saúde. MÉTODOS: Estudo transversal. Rastrearam-se 3.024 prontuários de família, em busca de pacientes com 30-75 anos, com diagnóstico de diabetes, atendidos nos últimos cinco anos. Os pacientes detectados foram entrevistados em seus domicílios, e compareceram ao posto para o exame físico e requisição para dosagem da hemoglobina glicosilada. RESULTADOS: A prevalência de diabetes foi de 4,2%. A maioria eram mulheres brancas, ±50 anos de idade, com renda familiar mensal <= 3 salários-mínimos. Menos de um terço seguia dieta; e, apenas um quinto fazia exercícios regulares. Cerca de 70% estavam em uso de hipoglicemiantes orais ou insulina. Dos que fizeram o exame (adesão de 70%, a maioria apresentou níveis normais ou aceitáveis de glicemia. CONCLUSÕES: Maior esforço deve ser dispendido pelas equipes de saúde de forma a promover a adesão dos pacientes diabéticos à dieta e ao exercício.

  10. Avaliação do cuidado prestado a pacientes diabéticos em nível primário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Araújo Rejane B.

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever características de pacientes diabéticos acompanhados em um posto de atenção primária à saúde. MÉTODOS: Estudo transversal. Rastrearam-se 3.024 prontuários de família, em busca de pacientes com 30-75 anos, com diagnóstico de diabetes, atendidos nos últimos cinco anos. Os pacientes detectados foram entrevistados em seus domicílios, e compareceram ao posto para o exame físico e requisição para dosagem da hemoglobina glicosilada. RESULTADOS: A prevalência de diabetes foi de 4,2%. A maioria eram mulheres brancas, ±50 anos de idade, com renda familiar mensal <= 3 salários-mínimos. Menos de um terço seguia dieta; e, apenas um quinto fazia exercícios regulares. Cerca de 70% estavam em uso de hipoglicemiantes orais ou insulina. Dos que fizeram o exame (adesão de 70%, a maioria apresentou níveis normais ou aceitáveis de glicemia. CONCLUSÕES: Maior esforço deve ser dispendido pelas equipes de saúde de forma a promover a adesão dos pacientes diabéticos à dieta e ao exercício.

  11. Aplicabilidade dos resultados de enfermagem em pacientes com insuficiência cardíaca e volume de líquidos excessivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joelza Celesilvia Chisté Linhares

    Full Text Available RESUMO Objetivo Testar a aplicabilidade clínica da Nursing Outcomes Classification em pacientes com insuficiência cardíaca descompensada e Diagnóstico de Enfermagem Volume de Líquidos Excessivo. Métodos Estudo longitudinal conduzido em duas etapas em um hospital universitário no ano de 2013. Na primeira etapa, utilizou-se a validação por consenso de especialistas para selecionar os resultados de enfermagem e os indicadores relacionados ao diagnóstico de enfermagem; na segunda, foi realizado um estudo longitudinal para avaliação clínica dos pacientes, utilizando-se o instrumento contendo os resultados e indicadores produzidos no consenso. Resultados Foram realizadas avaliações em 17 pacientes. Na avaliação clínica, mensuraram-se os resultados de enfermagem através da avaliação de seus indicadores. Seis resultados apresentaram aumento nos escores, quando comparados às médias da primeira e da última avaliação. A utilização da Nursing Outcomes Classification na prática clínica demonstrou melhora dos pacientes internados por insuficiência cardíaca descompensada. Conclusão A Nursing Outcomes Classification foi sensível às alterações no quadro clínico dos pacientes.

  12. Procedimentos cirúrgicos em pacientes proctológicos selecionados, sob anestesia local: estudo de 150 casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    HENRIQUES Alexandre Cruz

    2000-01-01

    Full Text Available Experiência no tratamento de 150 pacientes portadores de afecções anorretais e da região sacrococcígea operados sob anestesia local no Hospital de Ensino da Faculdade de Medicina do ABC, São Bernardo do Campo, SP, no período de março de 1995 a março de 1998. Descrevem a técnica anestésica empregada, operações realizadas e a tolerância ao procedimento. A morbidade intra-operatória foi de 10,6% (16 pacientes e a pós-operatória de 6% (9 pacientes. A idade dos pacientes variou entre 15 e 92 anos de idade, com média de 42 anos; 58% eram do sexo masculino e 42% feminino. O tempo médio de cirurgia foi de 45 minutos e o de permanência hospitalar foi de 8 horas. Todos os pacientes foram orientados sobre a técnica anestésica, suas vantagens e desvantagens, e somente após sua aprovação, a cirurgia era programada. Internação hospitalar foi necessária em cinco pacientes (3,3%. Em nenhum caso foi necessário modificar a técnica anestésica. Interrogados, 96,7% dos pacientes afirmaram não sentir dor durante a operação e que repetiriam o procedimento. Conclui-se que o tratamento cirúrgico das afecções orificiais e da região sacrococcígea com anestesia local além de viável e seguro, é bem aceito pelos pacientes.

  13. Condutas de limitação terapêutica em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva Therapeutic limitation conducts in intensive care unit patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almir Galvão Vieira Bitencourt

    2007-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Atualmente, há uma tendência crescente de se buscar o "morrer com dignidade", mais do que prolongar inutilmente o sofrimento de pacientes terminais em unidades de terapia intensiva (UTI. O objetivo deste estudo foi avaliar a utilização de condutas que sugerem limitação terapêutica (LT em pacientes que foram a óbito em UTI Adulto. MÉTODO: Trata-se de um estudo exploratório, retrospectivo, que avaliou prontuários médicos de pacientes que foram a óbito na UTI geral de um hospital privado de Salvador-BA, entre janeiro e agosto de 2003, com internação superior a 24 horas na unidade. Os pacientes foram classificados, em relação ao óbito, em "não resposta a medidas de reanimação", "morte encefálica", "decisão de não reanimar" (DNR, "não adoção ou retirada de medidas de suporte de vida", sendo estas duas últimas consideradas medidas sugestivas de limitação terapêutica. RESULTADOS: Foram incluídos dados referentes a 67 pacientes, correspondendo a 90,4% dos pacientes falecidos na unidade durante o período. Destes, 56,7% eram mulheres e a idade média dos pacientes foi de 66,58 ± 17,86 anos. Medidas sugestivas de LT foram encontradas em 59,7% dos pacientes, sendo a mais importante "não adoção de medidas de suporte" (35,8%, seguida de DNR (17,9% e "retirada de medidas de suporte" (6%. A utilização de fármacos vasoativos e métodos dialíticos foram as medidas de suporte mais omitidas, enquanto antibioticoterapia foi a mais retirada. A utilização de medidas de LT foi mais freqüente nos pacientes clínicos. CONCLUSÕES: Os dados do presente estudo sugerem altas freqüências de condutas médicas sugestivas de LT em UTI geral no Nordeste do Brasil. Métodos terapêuticos que possam causar desconforto ou sofrimento aos pacientes terminais, como nutrição, sedação e analgesia, raramente foram omitidos ou retirados.BACKGROUND AND OBJECTIVES: There is a growing tendency of looking for "dying

  14. Sedação com sufentanil e clonidina em pacientes submetidos a cateterismo cardíaco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anita Perpetua Carvalho Rocha

    2011-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A sedação para a realização de cateterismo cardíaco tem sido alvo de preocupação. Benzodiazepínicos, agonistas alfa-2 adrenérgicos e opioides são utilizados para esse fim, entretanto, cada um destes medicamentos possui vantagens e desvantagens. OBJETIVO: Avaliar a eficácia do sufentanil e da clonidina como sedativos em pacientes submetidos a cateterismo cardíaco, observando o impacto dos mesmos sobre os parâmetros hemodinâmicos e respiratórios, a presença de efeitos colaterais, além da satisfação do paciente e do hemodinamicista com o exame. MÉTODOS: Trata-se de um ensaio clínico prospectivo, duplo-cego, randomizado e controlado, que envolveu 60 pacientes que receberam 0,1 µg/kg de sufentanil ou 0,5 µg/kg de clonidina antes da realização do cateterismo cardíaco. O escore de sedação segundo a escala de Ramsay, a necessidade de utilização de midazolam, os efeitos colaterais, os parâmetros hemodinâmicos e respiratórios foram registrados, sendo os dados analisados em 06 diferentes momentos. RESULTADOS: O comportamento da pressão arterial, da frequência cardíaca e da frequência respiratória foi semelhante nos dois grupos, entretanto, no momento 2, os pacientes do grupo sufentanil (Grupo S apresentaram menor escore de sedação segundo a escala de Ramsay, e a saturação periférica da oxihemoglobina foi menor que o grupo clonidina (Grupo C no momento 6. Os pacientes do Grupo S apresentaram maior incidência de náusea e vômito pós-operatório que os pacientes do Grupo C. A satisfação dos pacientes foi maior no grupo clonidina. Os hemodinamicistas mostraram-se satisfeitos nos dois grupos. CONCLUSÃO: O sufentanil e a clonidina foram efetivos como sedativos em pacientes submetidos a cateterismo cardíaco.

  15. Epilepsy in patients with psychogenic non-epileptic seizures Epilepsia em pacientes com crises não epilépticas psicogênicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Luiz Marchetti

    2010-04-01

    Full Text Available The aim of this study was to evaluate the frequency of epilepsy in patients who presented psychogenic non-epileptic seizures (PNES. The evaluation was carried out during intensive VEEG monitoring in a diagnostic center for epilepsy in a university hospital. The difficulties involved in reaching this diagnosis are discussed. Ninety-eight patients underwent intensive and prolonged video-electroencephalographic (VEEG monitoring; out of these, a total of 28 patients presented PNES during monitoring. Epilepsy was defined as present when the patient presented epileptic seizures during VEEG monitoring or when, although not presenting epileptic seizures during monitoring, the patient presented unequivocal interictal epileptiform discharges. The frequency of epilepsy in patients with PNES was 50% (14 patients. Our findings suggest that the frequency of epilepsy in patients with PNES is much higher than that of previous studies, and point out the need, at least in some cases, for prolonging the evaluation of patients with PNES who have clinical histories indicating epilepsy.O objetivo deste estudo foi avaliar a frequência de epilepsia em pacientes que apresentaram crises não epilépticas psicogênicas (CNEP. Isto foi realizado durante monitoração intensiva por video-EEG num centro diagnóstico de epilepsia em um hospital universitário. As dificuldades envolvidas para se chegar a este diagnóstico são discutidas. Noventa e oito pacientes foram submetidos a monitoração intensiva por video-EEG; 28 destes pacientes apresentaram CNEP durante a monitoração. Epilepsia foi considerada presente quando o paciente apresentou crises epilépticas durante a avaliação pelo video-EEG ou quando, apesar da não ocorrência de crises epilépticas durante a avaliação, descargas epilépticas interictais inequívocas estavam presentes. A frequência de epilepsia em pacientes com CNEP foi 50% (14 pacientes. Nossos achados sugerem que a frequência de epilepsia em

  16. Perda auditiva sensorioneural em pacientes com acromegalia em tratamento Sensorineural hearing loss in acromegalic patients under treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Alexandre Carvalho

    2012-08-01

    Full Text Available Acromegalia é uma doença endócrina rara. Poucos estudos avaliaram sua associação com deficiência auditiva (DA e os resultados são conflitantes. OBJETIVOS: Avaliar a prevalência e características da DA em um grupo de pacientes com acromegalia em tratamento. Analisar a transmissão auditiva central e periférica. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal. Um grupo de 34 pacientes com acromegalia submeteu-se à avaliação metabólica, audiometria tonal e potenciais evocados auditivos de tronco encefálico (PEATE. Considerou-se DA quando a média dos tons puros foi > 25 DBNA para baixas frequências (250, 500, 1000 e 2000 Hz ou altas frequências (3000, 4000, 6000 e 8000 Hz. Os pacientes foram divididos em grupo A (com DA e B (sem DA. RESULTADOS: Doze pacientes (35,3% mostraram DA sensorioneural (grupo A, sendo oito bilateral e quatro unilateral. Nenhum apresentou DA mista ou condutiva. A prevalência de diabetes/intolerância à glicose de jejum foi similar entre os grupos. As frequências de 3000, 4000, 6000 e 8000 Hz foram as mais afetadas e com padrão similar em ambos os lados. CONCLUSÃO: DA sensorioneural esteve presente em 35,3% dos casos. Não foram notadas diferenças clínicas ou metabólicas significativas entre os grupos, bem como na transmissão neural auditiva periférica e central.Acromegaly is a rare endocrine disease. Few studies have evaluated its association with hearing loss (HL and the results are conflicting. AIM: To evaluate the prevalence and features of HL in a group of patients being treated for acromegaly. To analyze peripheral and central auditory transmission. METHODS: Cross-sectional study. A group of 34 patients with acromegaly were submitted to metabolic evaluation, tonal audiometry and brainstem auditory evoked potentials. HL was considered when pure tone average was > 25 DBHL for low frequencies (250, 500, 1000 and 2000 Hz or high frequencies (3000, 4000, 6000 and 8000 Hz. The patients were divided in group

  17. Esquistossomose: 1.000 pacientes tratados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Aquino Noleto

    1974-12-01

    Full Text Available Os autores relatam sua experiência com o hycanthone em 1.000 pacientes de esquistossomose mansônica, até agora tratados no Hospital de Clínicas da Universidade do Estado da Guanabara. São pacientes oriundos de áreas endêmicas do País, especialmente do nordeste e sudeste, 53,9% do sexo masculino e 46,1% do sexo feminino, de idade entre 5 e 63 anos. A forma clínica predominante da parasitose foi a hépato-intestinal (96,8%. O medicamento foi administrado em dose única, na razão de 3 mg/kg de peso corporal, a 33.6% de pacientes internados e a 66 4% em regime de tratamento ambulatorial. Os níveis séricos das transaminases, determinados, para confronto, antes e depois do uso do produto, em 60 dos pacientes internados, não se alteraram, ou apenas sofreram elevações inexpressivas. Não houve efeitos colateriais em 42,3% dos pacientes. Nos demais, esses efeitos foram de pequena e média intentidade, duraram apenas o 19 dia, na maioria das vezes, e consisfram, especialmente, de náuseas e de vômitos. O controle de cura parasitária estabelecido compreendeu 4 exames de fezes - aos 30, 60, 90 e 120 dias do emprego do medicamento, o que já se fez em 330 pacientes (33%, com 99% de cura. Incluída a biópsia retal, sempre que foi possivel, por ocasião do 4º exame de fezes, o esquema funcionou até agora em 97 pacientes (9,7%, dos quais 92 (94% estão curados, segundo esse critério. O presente trabalho confirma a ação esquistossomicida do hycanthone, bem como sua boa tolerabilidade, inclusive no que se refere ao hepatócito. Os doentes, entretanto, devem ser criteriosamente selecionados, tendo-se em vista as contra-indicações conhecidas, de modo especial em relação ao fígado.

  18. Vasculite mesentérica em paciente com lúpus eritematoso sistêmico juvenil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adão F. Albuquerque-Netto

    2013-04-01

    Full Text Available A vasculite mesentérica lúpica (VML é uma rara causa de dor abdominal aguda. Há poucos relatos de caso demonstrando VML em adultos e, particularmente, em crianças e adolescentes. No entanto, para o nosso conhecimento, a prevalência dessa grave vasculite em uma população pediátrica com lúpus ainda não foi estudada. Portanto, dados de 28 anos consecutivos foram revisados e incluídos 5.508 pacientes em seguimento no Hospital da Faculdade de Medicina da Univesidade de São Paulo (FMUSP. Identificamos 279 (5,1% casos que preencheram critérios de classificação diagnóstica do American College of Rheumatology para lúpus eritematoso sistêmico (LES e um (0,4% desses apresentou VML. Este paciente recebeu diagnóstico de LES aos 11 anos de idade. Aos 13 anos foi hospitalizado com dor abdominal difusa e aguda, náuseas, vômitos biliosos, distensão e rigidez abdominal, com descompressão brusca positiva. O paciente foi prontamente submetido à laparotomia exploradora, identificando isquemia intestinal segmentar, com edema de parede intestinal e aderências. Foi realizada ressecção parcial de intestino delgado, com lise das aderências e pulsoterapia com metilprednisolona. A análise histopatológica identificou arterite de vasos mesentéricos. Após 13 dias, apresentou recorrência de dor abdominal difusa intensa, sendo novamente submetido à laparotomia exploradora, identificando obstrução em intestino delgado por aderências, com gangrena intestinal. Nova ressecção intestinal foi realizada, além de pulsoterapia com metilprednisolona e infusão de imunoglobulina. Portanto, VML é uma rara e grave manifestação abdominal na população com lúpus pediátrico, e pode ser a única manifestação de atividade da doença. Além disso, este estudo reforça a importância do diagnóstico precoce e do tratamento imediato.

  19. Tracoma em pacientes com conjuntivite alérgica Trachoma in patients with allergic conjunctivitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Haroldo de Lucena Bezerra

    2010-06-01

    Full Text Available Objetivos: Este trabalho teve o objetivo de identificar possível associação entre conjuntivite alérgica e infecção por Chlamydia trachomatis. Método: Realizamos um estudo prospectivo em 104 olhos de 52 pacientes com hipótese diagnóstica de conjuntivite alérgica primaveril e atópica. Os pacientes foram examinados no Núcleo Especializado em Oftalmologia de João Pessoa - NEO. Foi realizada em todos os 52 pacientes, a citologia conjuntival, uma vez que pode evidenciar a presença de eosinófilos e corpúsculos de inclusões no esfregaço do raspado conjuntival, como também a imunofluorescência direta por ser o exame de escolha para confirmação de infecção por Chlamydia trachomatis. Todos os procedimentos foram aprovados pelo Comitê de Ética em pesquisa. Resultados: Dos 52 pacientes, 41 (78,8% apresentou conjuntivite primaveril e 11 (21,2% conjuntivite atópica. Quarenta e um (78,8% eram do sexo masculino e 11 (21,2% do feminino. As idades variaram de 3 a 19 anos, com uma média de 9,8 anos. Quanto à distribuição racial, 16 (30,8% pacientes eram brancos, 14 (26,9% eram negros e 22 (42,3% eram pardos. Pacientes com doença alérgica sistêmica observou-se que 25 (48,1% pacientes apresentaram asma brônquica, 20 (38,5% rinite alérgica e 5 (9,6% dermatite atópica. Os principais sintomas relatados pelos pacientes foram coriza (59,6%, prurido ocular (98,1%, ardor ou queimação (61,5%, lacrimejamento (65,3% e fotofobia (61,5%. Os principais sinais clínicos foram: hiperemia ocular (100%, bilateralidade (100%, papilas no tarso (92,3% e secreção mucosa (82,7%. A citologia do raspado conjuntival encontrou o eosinófilo em 86,5% dos casos. Apenas 7 pacientes não apresentaram eosinófilos no raspado conjuntival. Observamos que 3 pacientes (5,8% apresentou imunofluorescência positiva para Chlamydia, evidenciando associação entre conjuntivite alérgica e tracoma. Conclusão: É importante determinar a existência simultânea de

  20. Lipossarcoma periorbital em paciente pediátrico: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Marcio

    2013-08-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo é descrever uma criança com lipossarcoma periorbital, caracterizando seus aspectos clínico-epidemiológicos e terapêuticos. Menina de 6 meses de idade com tumoração crescente há dois meses em região fronto-zigomática direita, a qual foi submetida à exérese e cujas análises anatomopatológica (AP e imuno-histoquímica (IH observaram achados típicos de lipoblastoma. Após isso, apresentou mais três recidivas tumorais com diagnósticos similares. Um ano depois da última cirurgia, houve nova recorrência, porém, dessa vez, o resultado dos exames análises anatomopatológica e imuno-histoquímica foi de lipossarcoma, sendo, então, encaminhada para complementar o tratamento com radio e quimioterapia, sem novas lesões até o momento. Devido a sua raridade, geralmente o lipossarcoma não entra no diagnóstico diferencial em pacientes com massas orbitais, porém, por ser localmente agressivo, torna-se vital a pronta identificação e tratamento de forma a oferecer melhores resultados terapêuticos e influência sobre a qualidade de vida do paciente.

  1. Gastrostomia endoscópica em pacientes com cardiopatia complicada Percutaneous endoscopic gastrostomy in cardiologic complicated patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celso CUKIER

    2000-10-01

    Full Text Available Pacientes cardiopatas complicados com isquemia cerebral e insuficiência cardíaca necessitam terapia nutricional enteral prolongada por se apresentarem em situação de risco nutricional. Complicações advindas do uso prolongado da sonda nasoenteral poderiam ser evitadas com a execução da gastrostomia endoscópica. Esta é alternativa técnica para acesso ao tubo digestivo em nutrição enteral. O objetivo deste estudo foi avaliar o tempo de indicação para gastrostomia endoscópica em pacientes com nutrição enteral com uso de sonda nasoenteral e as principais complicações do procedimento. Doze pacientes foram submetidos a gastrostomia endoscópica, sendo oito do sexo masculino. A idade média foi de 62,42 + 22,10 anos. A indicação principal foi síndrome isquêmica cerebral após parada cardiorespiratória por patologia clínica (sete pacientes ou cirurgia cardiovascular complicada (cinco. O tempo médio para indicação da gastrostomia endoscópica foi de 35,58 + 26,79 dias após introdução da nutrição enteral. Não houve intercorrências com o procedimento e, no período pós-operatório tardio, ocorreu infecção do orifício de inserção da gastrostomia endoscópica em um caso, resolvida com cuidados locais. Em conclusão, a gastrostomia endoscópica é técnica segura, com baixa incidência de complicações. Pode ser realizada em ambulatório, no leito do paciente, ou em centro de terapia intensiva e sua indicação deveria ser mais precoce.Complicated cardiologic patients with brain ischemia and heart failure need long term enteral nutrition. Long term nasoenteral tuibe feeding may cause complications that could be avoided with percutaneous endoscopic gastrostomy. The aim of this study was to evaluate the indications for percutaneous endoscopic gastrostomy and its main complications. Twelve patients were submitted to percutaneous endoscopic gastrostomy (eight male with main age of 62,42 ± 22,10 years old. Brain ischemia

  2. Úlcera por pressão em pacientes submetidos à cirurgia: incidência e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Scarlatti

    2011-12-01

    Full Text Available As úlceras por pressão constituem um dos principais indicadores da qualidade do cuidado na assistência perioperatória. Este é um estudo longitudinal, do tipo série de casos, com o objetivo de estimar a incidência de úlceras por pressão em pacientes submetidos a cirurgias de médio e grande portes; classificá-las segundo estágio e localização, verificar a associação das variáveis sexo, idade, índice de massa corpórea, comorbidades, posição cirúrgica, tempo cirúrgico, anestesia e uso de dispositivos de posicionamento com a presença ou ausência de úlceras por pressão. Os dados foram coletados em 2007, em São Paulo, com 199 pacientes, dos quais 20,6% apresentaram úlceras por pressão, 98,6% nos estágios I e II, com localização predominante no tronco frontal (35,1%. As variáveis: posição, tempo cirúrgico, anestesia geral e uso de dispositivos apresentaram associação estatística significativa. Concluiu-se que a incidência de úlceras por pressão em pacientes cirúrgicos é elevada, demandando ações que visem à redução desse tipo de lesão.

  3. Transplante de coração em pacientes com miocardiopatia chagásica Heart transplantation in patients with chagasic cardiomiopathy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adib D Jatene

    1987-04-01

    Full Text Available Entre 27 pacientes submetidos a transplante cardíaco, no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 4 eram portadores de cardiomiopatia chagásica. As idades situaram-se entre 28 e 43 anos. Três pacientes estavam em grupo funcional IV e 1, na classe funcional II, mas apresentando taquiarritmia ventricular retrataria. A imunossupressão foi feita com ciclosporina mais corticóide, no 1º paciente, e ciclosporina, azatioprina e corticóide, nos outros três. Três pacientes tiveram episódios de rejeição, tratados com pulsoterapia. Um destes pacientes apresentou doença intestinal linfoproliferativa precoce. Os 3 pacientes tiveram reagudização da doença de Chagas no 59º, 81º e 420º de pós-operatório, respectivamente, caracterizada por febre, lesões cutâneas e miocardite. O Trypanosoma cruzi foi encontrado nas biópsias de pele dos 3 pacientes e nas biópsias do miocárdio em 2 pacientes. Um dos pacientes não teve reagudização. Todos os 4 doentes foram tratados com medicação específica, bem tolerada em todos. As alterações da reagudização da doença de Chagas reverteram em poucos dias. Um dos pacientes, que teve doença linfoproliferativa e cujas doses de imunossupressores foram reduzidas, faleceu no 197º dia, em crise de rejeição. Os demais estão bem e em seguimento por 107, 160 e 500 dias, respectivamente.Among 27 heart transplanted patients, 4 had chagasic cardiomiopathy. They were male, with ages from 28 to 43 years, 3 in the NYHA class IV and 1 in class II, but with refractory arrhythmias. The immunosuppressive protocol included cyclosporin and steroids in the first patient and cyclosporin, azathioprine and steroids in the last. Three patients had one or more rejection episodes and 1 had no episode. Usual complications were observed and in 1 patient a lymphoproliferative intestinal disease occurred. Three patients had a new acute phase of Chagas disease

  4. Terapia nutricional em pacientes portadores do HIV em uso de TARV frente ao desenvolvimento de distúrbios metabólicos induzidos pela medicação.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Licks

    2016-08-01

    Full Text Available Embora a incidência de casos de pacientes portadores do vírus HIV ainda esteja aumentando, através da terapia antirretroviral (TARV é possível melhorar a qualidade de vida e diminuir os agravos provocados pela patologia.  No entanto, com a TARV observam-se efeitos colaterais importantes relativos ao metabolismo: resistência à insulina/intolerância à glicose, hipertensão arterial, lipodistrofia e dislipidemia. O objetivo do presente estudo foi revisar a literatura em busca de um maior entendimento acerca do efeito da terapia nutricional associada ou não às alterações nos hábitos de vida em pacientes portadores do HIV que fazem uso de TARV frente ao desenvolvimento de distúrbios metabólicos induzidos pela medicação. Foram revisados 11 estudos que preenchiam os critérios de inclusão, sendo que sete estudos demonstraram que a terapia nutricional apresenta impacto em alterações metabólicas, portanto uma adequada orientação nutricional deve ser parte integrante do tratamento de pacientes HIV positivos em terapia antirretroviral.

  5. Avaliação do tratamento dos nódulos do hepatocarcinoma nos pacientes em lista de espera para transplante hepático

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Pilotto Domingues Sá

    Full Text Available RESUMO Objetivo: comparar o resultado do transplante de fígado por hepatocarcinoma em pacientes submetidos ou não ao tratamento loco-regional e downstaging, em relação à sobrevida e risco de recidiva na fila de transplante. Métodos: estudo retrospectivo dos pacientes portadores de hepatocarcinoma submetidos a transplante hepático na região metropolitana de São Paulo, entre janeiro de 2007 e dezembro de 2011, a partir de doador falecido. A amostra foi constituída de 414 pacientes. Destes, 29 foram incluídos na lista por downstaging. Os demais 385 foram submetidos ou não ao tratamento loco-regional. Resultados: as análises dos 414 prontuários demonstraram um predomínio de pacientes do sexo masculino (79,5% e com média de idade de 56 anos. O tratamento dos nódulos foi realizado em 56,4% dos pacientes em fila de espera para o transplante. O método mais utilizado foi a quimio-embolização (79%. Os pacientes submetidos ao tratamento loco-regional tiveram redução significativa no tamanho do maior nódulo (p<0,001. Não houve diferença estatística entre grupos com e sem tratamento loco-regional (p=0,744 e em relação à mortalidade entre pacientes incluídos no Critério de Milão ou ao downstaging (p=0,494. Conclusões: não houve diferença na sobrevida e ocorrência de recidiva associadas ao tratamento loco-regional. Os pacientes incluídos através do processo de downstaging apresentaram resultados de sobrevida comparáveis àqueles previamente classificados como Critério de Milão/Brasil.

  6. Anestesia para cesariana em paciente portadora de cardiomiopatia hipertrófica familiar: relato de caso Anestesia para cesária en paciente portadora de cardiomiopatía hipertrófica familiar: relato de caso Anesthesia for cesarean section in a patient with familiar hypertrophic cardiomyopathy: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Mestriner Stocche

    2007-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cardiomiopatia hipertrófica familiar (CHF é uma doença cardíaca rara, com transmissão hereditária, caracterizada por hipertrofia do septo ventricular e grau variável de estenose aórtica subvalvar. Nessa doença, o aumento da contratilidade do miocárdio e a diminuição da resistência vascular periférica podem agravar a obstrução da via de saída do VE, produzindo disritmia e isquemia cardíaca. Este relato objetivou discutir o manuseio anestésico para cesariana em paciente com CHF. RELATO DO CASO: Paciente com 33 semanas de gestação e diagnóstico prévio de CHF apresentou no holter de 24 horas 22 episódios de taquicardia ventricular não-sustentada (TVNS e dois episódios de taquicardia ventricular sustentada (TVS. Referia episódios de palpitação, dispnéia e dor precordial de curta duração. A paciente foi medicada com atenolol e apresentou controle dos sintomas e das disritmias cardíacas. Com 38 semanas e 5 dias de gestação a paciente foi submetida à cesariana eletiva. Além do habitual a monitorização contou com análise de segmento ST e pressão arterial invasiva. Utilizou-se anestesia raquiperidural com injeção de 5 µg de sunfentanil na raqui seguida de administração de bupivacaína a 0,375% em doses de incremento até atingir altura de T6 (total de 16 mL. Utilizou-se metaraminol como vasopressor. Não houve hipotensão arterial materna ou outras complicações no perioperatório. CONCLUSÕES: A anestesia geral é freqüentemente utilizada para cesarianas de pacientes com CHF. A anestesia raquiperidural com instalação lenta do bloqueio foi uma alternativa segura. Nessas pacientes, o aumento da contratilidade miocárdica deve ser evitado, devendo-se, se necessário, utilizar-se um a-agonista para correção de hipotensão arterial materna.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La cardiomiopatía hipertrófica familiar (CHF es una enfermedad cardiaca rara con transmisión hereditaria

  7. O estudo da prova calórica em pacientes idoso The study of caloric testing in senior patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Cristina de Oliveira Bezerra

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: realizar o estudo da prova calórica em pacientes idosos com queixa de tontura, acompanhada ou não de zumbido com finalidade de traçar um perfil dos idosos quanto os sintomas vestibulares. MÉTODOS: fizeram parte da amostra 143 pacientes, com faixa etária variando de 60 a 90 anos de idade; todos realizaram o exame otoneurológico. Foram excluídos pacientes idosos com queixa de desequilíbrio e aqueles que apresentaram a queixa de zumbido desacompanhado da tontura. RESULTADOS: o estudo demonstrou que a normorreflexia, em valores absolutos, encontra-se entre 82,3% a 91,2% e os valores relativos são de 93%. Referente aos dados colhidos na anamnese, o que chamou a atenção, foi que do total de pacientes analisados, encontrou-se a tontura acompanhada de zumbido em 69% dos casos e o elevado uso de medicação em pacientes nesta faixa etária. CONCLUSÃO: na população estudada houve um predomínio da tontura acompanhada de zumbido. Em relação à prova calórica, o trabalho demonstrou a alta prevalência de pacientes com valores absolutos e relativos normais.PURPOSE: to accomplish the study of caloric testing in senior patients with dizziness, accompanied or not of with buzzing. METHODS: 143 patients were analyzed with age varying from 60 to 90 years; all of them did an otoneurologic evaluation. Senior patients with unbalance complaints and with buzzing unaccompanied with dizziness were excluded from this study. RESULTS: 82.3% to 91.2% of the patients obtained normoreflexia in absolute values and over 93% obtained normal results in relative values. Referring to the data obtained in the anamnesis, what got attention was 69% of dizziness accompanied with buzzing. And the high medication of the patients in this age group. CONCLUSION: there was a prevalence of dizziness accompanied with buzzing in the studied population. Concerning the caloric testing, the study demonstrated the high prevalence of patients with normal absolute and

  8. Zinco e risco cardiovascular de pacientes nefropatas em tratamento de hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ádila da Silva Castro

    2018-02-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar a relação entre concentração de zinco e risco cardiovascular em pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise. Métodos: Estudo analítico, retrospectivo e transversal, realizado em Fortaleza, Ceará, em 2012, do qual participaram 43 adultos com insuficiência renal crônica em hemodiálise (grupo HD e 35 saudáveis (CO - controle. Coletaram-se dados socioeconômicos e bioquímicos (colesterol total - CT, lipoproteína de baixa densidade - LDL, lipoproteína de muito baixa densidade - VLDL, lipoproteína de alta densidade - HDL e triglicerídeos - TG; determinou-se zinco plasmático por espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado; coletou-se perfil lipídico do grupo HD do prontuário e do grupo CO por meio de kit Bioclin®. Obteve-se colesterol não-HDL pela fórmula: não-HDL = CT – HDL-c. Calculou-se risco cardiovascular pela razão TG/HDL, considerando risco quando >3,8. Análises por meio de testes t de Student, Pearson ou Spearman. Resultados: O zinco do grupo HD encontrou-se abaixo da referência e menor (p<0,001 em relação ao controle (68,40µg/dL e 85,53µg/dL, respectivamente. HDL no grupo HD mostrou-se abaixo da recomendação (39,64±11,58. VLDL (29,02±14,03mg/dL do grupo HD foi maior (p<0,001 que no CO (15,47±10,65mg/dL. LDL do grupo HD maior que no CO (p=0,05 e o TG no grupo HD (145,14±70,15mg/dL maior (p<0,001 que no CO (77,35±53,25mg/dL. Encontrou-se razão TG/HDL no grupo HD de 4,02±2,60 (p=0,04, indicando maior risco cardiovascular. Pacientes com maior relação TG/HDL apresentaram menores níveis de zinco (p=0,011. Conclusão: Os pacientes em hemodiálise apresentaram deficiência de zinco e possuíam elevado risco cardiovascular, porém sem correlação entre zinco e perfil lipídico.

  9. Alterações morfológicas na parede de artéria muscular em pacientes hipertensas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neves Mario Fritsch Toros

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar lesões estruturais na parede arterial uterina em mulheres com hipertensão arterial (HA. MÉTODOS: Vinte e seis pacientes com indicação de histerectomia eletiva foram divididas em dois grupos. O grupo 1, constituído por mulheres normotensas e, o grupo 2, por hipertensas sem tratamento regular. Foram obtidos dois segmentos da artéria uterina de cada paciente imediatamente após a cirurgia. Os fragmentos foram preparados em lâminas e submetidos ao estudo morfológico à microscopia óptica. RESULTADOS: Os grupos foram homogêneos em relação à idade, com média de 46,8+7,6 e 46,7+6,4 anos nos grupos 1 e 2, respectivamente. As médias de pressão arterial sistólica e diastólica máximas durante o período de internação foram de 130,0+3,4 x 83,8+6,5mmHg no grupo 1 e de 163,8+4,3 x 105,8+9,9mmHg no grupo 2 (p<0,0001. As pacientes hipertensas apresentaram espessamentos maiores da camada íntima (p<0,05. As fibras do complexo elástico encontravam-se mais numerosas e homogêneas no grupo com pressão arterial elevada e a hipertrofia celular mais freqüente (53,8% que no das normotensas (23,1 %. CONCLUSÃO: HA parece acelerar o espessamento intimal relacionado à idade. As pacientes hipertensas apresentam elevada tendência para um aumento quantitativo e maior homogeneidade das fibras elásticas intimais na parede arterial uterina, indicando que a HA pode determinar alterações estruturais semelhantes ao processo de envelhecimento vascular.

  10. Anestesia em paciente com síndrome de Rubinstein-Taybi: relato de caso

    OpenAIRE

    Oliveira, Carlos Rogério Degrandi; Elias, Luciana

    2005-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome de Rubinstein-Taybi (SRT) é uma doença genética causada por uma mutação ou apagamento do cromossomo 16, caracterizada por retardo físico e mental, anormalidades craniofaciais e hálux e polegares largos. Há pouca informação sobre esta síndrome na literatura anestésica. O objetivo deste relato foi apresentar a conduta anestésica em paciente submetido à cirurgia odontológica e discutir as características de interesse para a anestesia nesses pacientes. RELATO...

  11. Oftalmoplegia internuclear em paciente com mielose funicular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Lamartine de Assis

    1968-06-01

    Full Text Available É relatado um caso de oftalmoplegia internuclear, tipo posterior, com manifestações oculares bilaterais e assimétricas em paciente com mielose funicular. O diagnóstico da natureza da moléstia foi comprovado pela prova de absorção da vitamina B12 radioativa marcada com 57Co (método de Schilling. Foram realizados três exames electromiográficos do músculo reto mediai mais afetado (esquerdo, com intervalos de 45 a 90 dias, não tendo havido modificação dos traçados. O electromiograma nada mostrou de específico e permitiu excluir lesão neurogênica (paresia ou paralisia do 3.° nervo e muscular propriamente dita (miopatia.

  12. Resultados atuais da cirurgia coronária em pacientes de alto risco Currente results for coronary artery bypass for high risk patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro R Salerno

    1988-04-01

    Full Text Available No período e 4 anos (1984 a 1987, 427 pacientes (313 homens e 114 mulheres, idade média 61,83 anos foram submetidos a cirurgia coronária de emergência. A indicação para cirurgia foi angina instável, que requeria uso intravenoso de nitroglicerina. Quanto à classe funcional, 369 (86,41% pacientes estavam em classe IV e 51,95% estavam em grau funcional III ou IV de ventrículo esquerdo, pelo estudo hemodinâmico e 30,44% tinham lesão de tronco. Foram realizadas 2,99 pontes/pacientes. A mortalidade total foi de 7,72% e 17,09% tiveram síndrome de baixo débito; déficit neurológico ocorreu em 2,85% e infarto do miocárdio, em 16,86% dos casos. Durante o mesmo período, 30 pacientes (16 do sexo masculino e 14 do feminino com idade média de 64,03 anos, com amgina instável e em choque cardiogênico, foram submetidos a revascularização de emergência. Quanto à classe funcional, 86,66% estavam em classe IV, 13,33% em classe III e 56,66% estavam em grau funcional IV de ventrículo esquerdo e 13,33% em grau III; 40% dos pacientes tinham lesão de tronco. O número médio de pontes foi de 2,76 pontes/pacientes. A mortalidade foi de 60%; déficit neurológico ocorreu em 16,66% e 43,33% sofreram infarto do miocárdio. Em conclusão, a mortalidade e a morbidade, para pacientes submetidos a cirurgia de revascularização, permanecem elevadas, principalmente, em pacientes com choque cardiogênico. Portanto, mais estudos futuros são requeridos em relação à proteção miocárdica, para melhores resultados.In a 4 year period (1984-1987 427 patients (313 males and 114 females, mean age 61.83 years underwent emergency aorto-coronary bypass procedures. Indications for surgery were unstable angina, requiring intravenous nitroglycerine. 369 patients (86.41% were class IV NYHA classification and 51.99% were grade III or IV ventricles. 30.44% had main left coronary stenosis. Mean number of grafts was 2.99%. Overall mortality was 7.72% and 17.09% had low

  13. Consumo alimentar e estresse em pacientes com síndrome coronariana aguda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Helena Fadini Reis Brunori

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:Avaliar se o consumo alimentar de pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA segue as recomendações nacionais e internacionais e se existe relação com níveis de estresseMétodo:Estudo transversal com 150 pacientes com SCA que foram entrevistados utilizando-se os Questionários de Frequência Alimentar e Escala de Estresse Percebido-10.Resultados:Consumo diário acima das recomendações: colesterol (92%, fi bras (42,7% e proteínas (68%; consumo abaixo das recomendações: potássio (88% e carboidratos (68,7%; consumo conforme recomendações: sódio (53,3% e lípides (53,3%. A maioria (54% com consumo alimentar inadequado era estressada ou altamente estressada. Houve associação estatisticamente signifi cante entre menor nível de estresse e maior consumo de fibras.Conclusão:Em pacientes com SCA, o consumo alimentar esteve fora do recomendado pelas diretrizes e o menor consumo de fibras ocorre concomitantemente com maior estresse. Esforços educativos podem instrumentalizar os pacientes na adequação do consumo alimentar e no controle do estresse.

  14. Racionalidade e métodos: registro da prática clínica em pacientes de alto risco cardiovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alberto Piva e Mattos

    2011-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Até o momento, nenhum registro brasileiro foi desenhado para documentar a prática clínica em relação ao atendimento de pacientes de alto risco cardiovascular em uma representativa e ampla amostra de centros investigadores, incluindo hospitais públicos e privados em âmbito nacional. Sendo assim, este estudo permitirá identificar os hiatos na incorporação de intervenções com benefício comprovado em nosso meio. OBJETIVO: Elaborar um registro dedicado à aferição da prática clínica brasileira no que se refere ao atendimento do paciente cardiovascular classificado como de alto risco. MÉTODOS: Estudo observacional do tipo registro, prospectivo, visando documentar a prática clínica atual aplicada a nível ambulatorial para pacientes de alto risco cardiovascular, classificados quando da presença de uma das variáveis: evidência de doença arterial coronariana, doença cerebrovascular, vascular periférica, em diabéticos ou não diabéticos; ou na presença de pelo menos três dos seguintes fatores de risco cardiovascular: hipertensão arterial sistêmica, tabagismo ativo, dislipidemia, idade superior a 70 anos, nefropatia crônica, história familiar de doença arterial coronariana e ou doença carotídea assintomática. Os pacientes serão coletados em 43 centros de todas as regiões brasileiras, incluindo hospitais públicos e privados, assim como em unidades básicas de atendimento a saúde, e revisados clinicamente até um ano após a inclusão. RESULTADOS: Os resultados serão apresentados um ano após o início da coleta (setembro de 2011, e consolidados, após a reunião da população e dos objetivos almejados posteriormente. CONCLUSÃO: A análise deste registro multicêntrico permitirá projetar uma perspectiva horizontal do tratamento dos pacientes acometidos da doença cardiovascular no Brasil.

  15. Tratamento farmacológico e interações medicamentosas em pacientes com aneurisma da aorta abdominal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heverton Alves Peres

    2015-01-01

    Full Text Available O aneurisma da aorta abdominal (AAA ocorre quando há uma dilatação anormal e irreversível da artéria superior a 50% do calibre esperado para o vaso e associa-se a uma mortalidade de 80 a 90%. O controle dos principais fatores de risco como a hipertensão, dislipidemia, tabagismo e doenças trombóticas em aneurismas pequenos é feito por vários medicamentos que evitam o desenvolvimento e ruptura do aneurisma, no entanto, o uso destes associados a outros medicamentos pode desencadear interações medicamentosas relevantes sendo crucial o conhecimento sobre estas. Atualmente, há poucos dados na literatura sobre o tratamento farmacológico e interações medicamentosas em pacientes com AAA, sendo o objetivo desta revisão, descrever a farmacoterapia e interações medicamentosas em pacientes com AAA.

  16. Frequency of depression among patients with neurocysticercosis Depressão em pacientes portadores de neurocisticercose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Monteiro de Almeida

    2010-02-01

    Full Text Available Neurocysticercosis (NCC is a common central nervous system infection caused by Taenia solium metacestodes. OBJECTIVE: To investigate the occurrence of depression in patients with calcified NCC form. The study group consisted of 114 patients subdivided in four groups: NCC with epilepsy, NCC without epilepsy, epilepsy without NCC and chronic headache. METHOD: Depression was evaluated and quantified by the Hamilton Rating Scale for Depression (HRSD-21. RESULTS: Percentage of patients with depression was as follows: group 1 (83%; group 2 (88%; group 3 (92%; group 4 (100%. The majority of patients had moderate depression. CONCLUSION: Incidence of depression in all groups was higher than in the general population. It is possible that, in a general way, patients with chronic diseases would have depression with similar intensity. NCC is associated with the presence of depression.Neurocysticercose (NCC é uma infecção do sistema nervoso central comum causada por metacestodes da Taenia solium. OBJETIVO: investigar a ocorrência de depressão nos pacientes com NCC forma calcificada. O grupo de estudo é formado por 114 pacientes subdivididos em quatro grupos: NCC com epilepsia, NCC sem epilepsia, epilepsia sem NCC e cefaléia crônica. MÉTODO: A presença de depressão foi determinada e quantificada pela Escala de Depressão de Hamilton (HRSD-21. RESULTADOS: A porcentagem de pacientes com depressão foi: grupo 1 (83%; grupo 2 (88%; grupo 3 (92%; grupo 4 (100%. A maioria dos pacientes apresentou depressão moderada. CONCLUSÃO: A incidência da depressão em todos os grupos foi mais elevada do que na população geral, contudo não houve diferença entre os grupos estudados. É possível que, de uma maneira geral, os pacientes portadores de doença crônica apresentarem a depressão em intensidade similar. NCC está associada com a presença de depressão.

  17. Custo-efetividade de fondaparinux em pacientes com Síndrome Coronariana Aguda sem supradesnivelamento do ST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Pepe

    2012-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O uso combinado de agentes antitrombínicos, antiplaquetários e estratégias invasivas na síndrome coronariana aguda sem supradesnivelamento do ST (SCAsSST reduz eventos cardiovasculares. O fondaparinux demonstrou equivalência à enoxaparina na redução de eventos cardiovasculares, porém com menor índice de sangramento nos pacientes que usaram fondaparinux. OBJETIVO: Avaliar o custo-efetividade de fondaparinux versus enoxaparina em pacientes com SCAsSST no Brasil a partir da perspectiva econômica do Sistema Único de Saúde (SUS. MÉTODOS: Um modelo de decisão analítico foi construído para calcular os custos e consequências resultantes dos tratamentos comparados. Os parâmetros do modelo foram obtidos do estudo OASIS-5 (N = 20.078 pacientes com SCAsSST randomizados para fondaparinux ou enoxaparina. O desfecho avaliado foi um composto de eventos cardiovasculares (isto é, morte, infarto agudo do miocárdio, isquemia refratária e sangramentos graves nos dias 9, 30 e 180 pós-SCAsSST. Foram avaliados todos os custos diretos de tratamento e eventos relacionados à SCAsSST. O ano da análise foi 2010 e os custos foram descritos em reais (R$. RESULTADOS: No dia 9, o custo de tratamento por paciente foi R$ 2.768 para fondaparinux e R$ 2.852 para enoxaparina. Aproximadamente 80% do custo total foram associados a tratamentos invasivos. Os custos com medicamentos representaram 10% do custo total. As taxas combinadas de eventos cardiovasculares e de sangramentos maiores foram 7,3% e 9,0% para fondaparinux e enoxaparina, respectivamente. Análises de sensibilidade confirmaram os resultados iniciais do modelo. CONCLUSÃO: O fondaparinux para tratamento de pacientes com SCAsSST é superior à enoxaparina em termos de prevenção de novos eventos cardiovasculares com menor custo. (Arq Bras Cardiol. 2012; [online].ahead print, PP.0-0

  18. O familiar acompanhante como estimulo comportamental de pacientes internados em terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Veronica Lopes Louzada Vidal

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivos deste estudo foram levantar as expressões verbais e não verbais presentes no comportamento do paciente antes, durante a inserção e permanência do familiar acompanhante no centro de terapia intensiva, e analisar comparativamente as alterações comportamentais do paciente durante esses momentos da internação. MÉTODO: O cenário foi o centro de terapia intensiva de um hospital no Rio de Janeiro, conveniado com o Sistema Único de Saúde (SUS. A abordagem qualitativa resultou da observação livre sobre o comportamento de cinco pacientes e registros em diário de campo durante três dias consecutivos. Priorizou-se observação do paciente no primeiro dia de internação e após a inserção ininterrupta do familiar acompanhante por três dias consecutivos. RESULTADOS: As mudanças nas reações verbais e não verbais do paciente após os estímulos gerados pela presença do familiar variaram de ausência de fala e movimentos, passividade no agir, a reações de aceitação dos procedimentos, comunicação cinésica ampliada e maior participação no cuidado.

  19. Perfil das pacientes submetidas a gluteoplastia

    OpenAIRE

    José Horácio Costa Aboudib Júnior

    2014-01-01

    Durante nossas frequentes apresentações em cursos, congressos e jornadas e mesmo em nossas publicações, existiam constantes perguntas sobre o perfil dessas pacientes. O crescente interesse da mídia e das pacientes a este respeito e também a crescente procura pela cirurgia nos estimulou a realizar este trabalho. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC) e da American Society of Plastic Surgery (ASPS), referem que 20.000 pacientes foram submetidas a esta cirurgia. Em 201...

  20. Dificuldades no cotidiano dos pacientes com glaucoma avançado - avaliação objetiva com registro em vídeo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Isabel Martinho Miguel

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo O objetivo deste trabalho foi avaliar objetivamente, com registro em vídeo, as dificuldades dos pacientes com glaucoma avançado na colocação de colírios hipotensores e na realização de tarefas do cotidiano. Métodos Realizou-se um estudo prospectivo observacional em pacientes com glaucoma avançado e perda visual. Os dados foram coletados durante 5 meses e posteriormente aplicados questionários (questões demográficas, qualidade de vida, autoadministração de colírios e aderência ao tratamento e realizadas entrevistas e gravações das tarefas em vídeo (autoadministração dos colírios, leitura, subir e descer escadas, deambular em espaços apertados e pavimentos irregulares. Realizou-se avaliação oftalmológica com registro em formulário pré-definido e pesquisou-se a correlação entre os defeitos de campos visuais e as limitações dos pacientes. Resultados Com 25 participantes foram abtidos um total 12 horas de vídeo.Todos os doentes afirmaram ser capaz de colocar os colírios hipotensores e 68%afirmaram nunca ter falhado na instilação do colírio. No entanto, 20% não conseguiram instilar uma única gota no olho. Setenta e dois por cento (72% dos pacientes afirmaram nunca tocar o frasco no olho, porém 40% afirmaram tocar. Houve dificuldade moderada nas atividades, especialmente ao deambular em espaços com obstáculos e em pavimentos irregulares. Alguns pacientes apresentaram mecanismos proprioceptivos de adaptação à baixa visão (como tatear o degrau com o pé. Houve uma correlação entre a severidade dos defeitos de campo visual e maior limitação nas atividades. Conclusão Os portadores de glaucoma avançado têm considerável dificuldade nas atividades da vida diária e na instilação de colírios, frequentemente com percepção deficiente. Alguns pacientes apresentam adaptações proprioceptivas para superar parte da limitação visual.

  1. Função renal em pacientes com leishmaniose muco-cutânea tratados com antimoniais pentavalentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Paulo Russomano Veiga

    1985-12-01

    Full Text Available Avaliou-se a função renal em 10 pacientes com leishmaniose muco-cutânea tratados com glucantime (antimoniato de Meglumine, Rhodia ou Pentostam (estibogluconato de sólio, Wellcome. Durante o uso das drogas, verificou-se a existência de um defeito na capacidade concentrante do rim, obtendo-se menores valores da osmolaridade urinária máxima e de depuração negativa máxima de água livre, neste período, em relação aos testes efetuados antes do tratamento. A capacidade de concentração urinária normalizou-se em 5, de 8 pacientes estudados no período de 15 a 30 dias, após a suspensão dos medicamentos, embora com valores de osmolaridade urinária máxima inferiores aos obtidos antes do tratamento. Em dois pacientes surgiu proteínúria, acima de 150 mg/dia, com o uso dos antimoniais, normalizando-se posteriormente. A depuração de creatinina endógena não se alterou significativamente com o uso das drogas. Os resultados sugerem que os antimoniais pentavalentes podem levar a uma disfunção tubular renal, caracterizada por um defeito na capacidade de concentrar a urina, reversível após a retirada dos medicamentos.

  2. Dermatoses em renais cronicos em terapia dialitica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Alberto Batista Peres

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: As desordens cutâneas e das mucosas são comuns em pacientes em hemodiálise a longo prazo. A diálise prolonga a expectativa de vida, dando tempo para a manifestação destas anormalidades. Os objetivos deste estudo foram avaliar a prevalência de problemas dermatológicos em pacientes com doença renal crônica (DRC em hemodiálise. Métodos: Cento e quarenta e cinco pacientes com doença renal crônica em hemodiálise foram estudados. Todos os pacientes foram completamente analisados para as alterações cutâneas, de cabelos, mucosas e unhas por um único examinador e foram coletados dados de exames laboratoriais. Os dados foram armazenados em um banco de dados do Microsolft Excel e analisados por estatística descritiva. As variáveis contínuas foram comparadas pelo teste t de Student e as variáveis categóricas utilizando o teste do qui-quadrado ou o teste Exato de Fischer, conforme adequado. Resultados: O estudo incluiu 145 pacientes, com idade média de 53,6 ± 14,7 anos, predominantemente do sexo masculino (64,1% e caucasianos (90,0%. O tempo médio de diálise foi de 43,3 ± 42,3 meses. As principais doenças subjacentes foram: hipertensão arterial em 33,8%, diabetes mellitus em 29,6% e glomerulonefrite crônica em 13,1%. As principais manifestações dermatológicas observadas foram: xerose em 109 (75,2%, equimose em 87 (60,0%, prurido em 78 (53,8% e lentigo em 33 (22,8% pacientes. Conclusão: O nosso estudo mostrou a presença de mais do que uma dermatose por paciente. As alterações cutâneas são frequentes em pacientes em diálise. Mais estudos são necessários para melhor caracterização e manejo destas dermatoses.

  3. Estudo da morbimortalidade em pacientes com trauma pancreático Morbimortality in patients with pancreatic trauma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olival Cirilo Lucena da Fonseca Neto

    2007-03-01

    Full Text Available RACIONAL: A lesão pancreática é pouco freqüente após traumas abdominais fechados ou penetrantes, e tem sido relatada entre 0,2 a 12% dos traumas abdominais fechados graves e em cinco a 7% dos traumas penetrantes. A maioria das lesões pancreáticas ocorre em homens jovens e está associada a alta incidência de lesões a órgãos adjacentes e estruturas vasculares importantes. OBJETIVO: Avaliar a morbimortalidade dos pacientes com trauma pancreático, o manuseio aplicado a esses pacientes e sua evolução. MÉTODOS: Estudo prospectivo realizado em pacientes admitidos em unidade de trauma. Treze adultos (> 13 anos foram estratificados em graves e não-graves de acordo com critérios clínicos no momento da identificação do início do quadro e de acordo com os critérios de Baltazar (A, B, C, D e E. O tipo de trauma externo (aberto ou fechado, a classificação do trauma pancreático, números de órgãos acometidos pelo trauma, número de reoperações, o tipo de suporte nutricional e o tempo de permanência hospitalar também foram analisados. A presença de síndrome compartimental abdominal e a necessidade de fechamento temporário foram estudados e comparados com a morbimortalidade nos pacientes. RESULTADOS: Todos os pacientes eram do sexo masculino com a idade média de 28,6 anos (13 a 60 anos e apresentaram pancreatite traumática no pós-operatório. Em sete, o ferimento era penetrante por projétil de arma de fogo; em três, abdominal fechado; em dois, por arma branca; em um, grande queimado (> 50% da área corporal. Quanto à classificação do trauma, os graus I e II ocorreram em 38,46; o grau III,15,38 % e o grau IV, 7,7 % . Foram realizadas drenagens da loja pancreática, hemostasia da lesão e pancreatectomia distal com esplenectomia associado à drenagem cavitária Foram classificados como não-grave, oito pacientes. Dentro dos critérios de Baltazar a predominância foi o grau D e C (quatro pacientes, cada. Não houve grau A

  4. Qualidade de vida em pacientes submetidos à cirurgia ortognática: saúde bucal e autoestima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Guimarães Filho

    Full Text Available A cirurgia ortognática é o ramo da cirurgia bucomaxilofacial que trata das deformidades dentofaciais, buscando a correção da oclusão e melhora articular, respiratória e fonética, que geram benefícios funcionais e harmonizam a face, o que acarreta aspectos positivos em relação à estética e ao fator psicossocial do paciente. Objetivou-se avaliar a qualidade de vida desses pacientes, através dos aspectos funcionais, estéticos e psicossociais. O presente estudo foi realizado em clínica odontológica particular, na cidade de Taubaté. Foram avaliados 33 pacientes, 12 do gênero masculino e 21 do gênero feminino, com idades entre 18 a 45 anos, com tratamento ortocirúrgico indicado ou já realizado, utilizando-se os questionários Escala de Autoestima de Rosenberg/UNIFESP-EPM, Oral Health Impact Profile-14 - OHIP14 e PIDAQ-Brasil/UNIFESP e o Teste não Paramétrico de Mann-Whitney. Os resultados evidenciaram que a cirurgia ortognática é um procedimento capaz de oferecer melhora da qualidade de vida para pacientes portadores de deformidades dentofaciais, por meio dos aspectos funcionais, estéticos e psicossociais.

  5. Avaliação da freqüência de depressão em pacientes com endometriose e dor pélvica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LORENÇATTO CAROLINA

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a freqüência de depressão em pacientes com endometriose e queixa atual de dor pélvica para determinar a necessidade ou não de atendimento psicológico. MÉTODOS: Participaram deste estudo 50 mulheres com idade entre 24 e 48 anos, com diagnóstico de endometriose e queixa atual de dor pélvica. Para avaliar a prevalência da depressão, utilizou-se o Inventário de Depressão de Beck, validado em nosso meio. RESULTADOS: Identificou-se a presença de depressão em 92% das pacientes avaliadas, sendo 56% de intensidade moderada a grave. Apesar de 66% das pacientes relatarem o uso de medicação, não foi observada correlação significativa entre a presença de depressão com o uso de hormônios. CONCLUSÃO: Os resultados demostraram uma alta prevalência de depressão, justificando-se, assim, a necessidade do atendimento psicológico a essas pacientes.

  6. Perfil lipídico em pacientes adultos com artrite idiopática juvenil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thelma Larocca Skare

    2013-08-01

    Full Text Available O processo inflamatório articular de uma criança com artrite idiopática juvenil (AIJ pode persistir na vida adulta. A inflamação tem sido ligada a distorções do perfil lipídico e à aterogênese acelerada. Neste trabalho, estudou-se o perfil lipídico de indivíduos adultos com AIJ, comparando-o ao de pessoas saudáveis. Foram recrutados 54 adultos com AIJ (57,3% poliarticular, 37% oligoarticular, 1,9% do subtipo entesítica e 3,7% do subtipo sistêmica e 54 indivíduos saudáveis para comparação de perfil lipídico. Nos adultos AIJ, coletaram-se dados sobre sexo, idade e idade de início da doença, presença de fator reumatoide (FR e fator antinuclear (FAN, HAQ (Health Assessment Questionnaire e tempo de doença. Observou-se que hipercolesterolemia, aumento de LDL e diminuição de HDL foram mais comuns em pacientes com AIJ do que nos controles (com P = 0,016; P < 0,0001 e P = 0,0008, respectivamente. Alterações no colesterol total (CT e no LDL foram mais comuns em indivíduos com início de doença mais tardio (P = 0,0017 para CT e P = 0,023 para LDL. Em todo o grupo de pacientes com AIJ nenhuma outra variável pode ser ligada à dislipidemia tal como presença de FR, FAN, duração de doença e HAQ (P = ns. Concluiu-se que pacientes adultos com AIJ apresentam um perfil lipídico com aumento de CT e de LDL, e diminuição de HDL em relação aos controles. Nenhuma característica clínica pode ser ligada a essa alteração, exceto idade de início da doença.

  7. Balanços metabólicos do enxofre em pacientes com leucodistrofia metacromática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Horacio M. Canelas

    1968-12-01

    Full Text Available Foram estudados os balanços metabólicos do enxofre em dois pacientes com a forma juvenil da leucodistrofia metacromática. Foi verificado, em ambos os casos, um balanço positivo desse metaloide, aparentemente não influenciado pelo tipo de dieta (geral ou vegetal. Este resultado está de acordo com a atual concepção patogênica dessa moléstia, que consiste, essencialmente, em uma sulfatidose com diminuição da atividade das sulfatases.

  8. Fibrose pulmonar idiopática simultânea a enfisema em pacientes tabagistas Idiopathic pulmonary fibrosis and emphysema in smokers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Rossato Silva

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os achados clínicos e funcionais de pacientes com enfisema em lobos superiores e fibrose pulmonar idiopática (FPI em lobos inferiores, recentemente descrita na literatura. MÉTODOS: Um grupo de 11 pacientes com a presença simultânea de enfisema e FPI foi identificado retrospectivamente. Todos os pacientes realizaram tomografia computadorizada de tórax com alta resolução e provas de função pulmonar. RESULTADOS: Entre os 11 pacientes identificados, havia 8 homens e 3 mulheres, com média de idade de 70,7 ± 7,2 anos (variação, 61-86 anos. Todos os pacientes eram tabagistas (carga tabágica, 61,5 ± 43,5 anos-maço. As médias da capacidade vital forçada (CVF, do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1 e da relação VEF1/CVF foram 72,1% ± 12,7%, 68,2% ± 11,9% e 74,4 ± 10,8, respectivamente. Os volumes pulmonares foram normais em 7 pacientes. Um padrão restritivo foi observado em 3 pacientes e hiperinsuflação estava presente em um. A capacidade de difusão pulmonar apresentou redução moderada a grave em todos os pacientes (média, 27,7% ± 12,9% do previsto. No teste da caminhada de seis minutos, realizado por 10 pacientes, a distância caminhada média foi de 358,4 ± 143,1 m, ocorrendo dessaturação >4% em 9 pacientes. Achados ecocardiográficos sugestivos de hipertensão pulmonar estavam presentes em 4 pacientes (média da pressão sistólica da artéria pulmonar, 61,8 mmHg; variação, 36-84 mmHg. CONCLUSÕES: A presença simultânea de enfisema e FPI causa alterações características nas provas de função pulmonar. O achado mais importante é a discrepância entre a capacidade de difusão e a espirometria.OBJECTIVE: To describe the clinical and functional findings recently reported in the medical literature for patients diagnosed with emphysema involving the upper lobes and idiopathic pulmonary fibrosis (IPF involving the lower lobes. METHODS: Eleven patients with emphysema and IPF

  9. Avaliação clínica e micológica de onicomicose em pacientes brasileiros com HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Idalina Inês Fonsêca Nogueira Cambuim

    2011-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Onicomicoses são comuns em pacientes imunocomprometidos embora espécies emergentes tenham sido verificadas, modificado o perfil epidemiológico desta micose. Assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar o perfil clínico e micológico da onicomicose em pacientes com infecção pelo HIV/AIDS. MÉTODOS: Amostras clínicas foram coletadas, processados para exame direto e a cultura mantida a temperatura de 30°C e 37ºC durante 15 dias. RESULTADOS: Dos 100 pacientes, 32 apresentavam onicomicose. Os agentes isolados foram Candida albicans, C. parapsilosis, C. tropicalis, C. guilliermondii, Trichophyton rubrum, T. mentagrophytes, Fusarium solani, Scytalidium hialinum, S. japonicum, Aspergillus niger, Cylindrocarpon destructans e Phialophora reptans. CONCLUSÕES: Onicomicoses em HIV/AIDS apresentam variadas manifestações clínicas e podem ser causadas por fungos emergentes. As peculiaridades apresentadas pelos diferentes agentes de origem fúngica justificam a necessidade de identificação ao nível da espécie, com a finalidade de orientar uma melhor abordagem terapêutica e minimizar a exposição desses pacientes a condições de risco de uma infecção disseminada.

  10. Endocardite aórtica e tricúspide em pacientes de hemodiálise com embolia sistêmica e pulmonar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Aguiar Rosa

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMO Este artigo relata o caso de um homem caucasiano de 43 anos de idade com nefropatia terminal em tratamento com hemodiálise e apresentando endocardite infecciosa das válvulas aórtica e tricúspide. O quadro clínico foi dominado pelo comprometimento neurológico, devido à embolia cerebral e a componentes hemorrágicos. Uma tomografia computadorizada tóraco-abdominal revelou um êmbolo séptico pulmonar. O paciente foi submetido à antibioticoterapia empírica utilizando ceftriaxona, gentamicina e vancomicina, sendo o tratamento modificado para flucloxacilina e gentamicina após o isolamento de S. aureus nas hemoculturas. A equipe multidisciplinar determinou que o paciente deveria ser submetido à substituição de válvulas após estabilização da hemorragia intracraniana; contudo, no oitavo dia após a hospitalização, o paciente entrou em parada cardíaca causada por embolia séptica pulmonar maciça, vindo a falecer. Apesar do risco de agravamento da lesão hemorrágica cerebral, em pacientes de alto risco deveria ser considerado realizar precocemente uma intervenção cirúrgica.

  11. Efeito da dieta com restrição de lactose em pacientes com síndrome do intestino irritável

    OpenAIRE

    Marília Pinheiro César

    2013-01-01

    Introdução: A má digestão de lactose detectada por testes respiratórios é bastante comum em pacientes com síndrome do intestino irritável (SII), e alguns pacientes com SII referem exacerbar seus sintomas após a ingestão de leite e produtos lácteos. A fim de uma melhor percepção sobre este tema, este trabalho investigou os efeitos da dieta isenta de lactose em pacientes com SII e teste respiratório de hidrogênio para avaliação da digestão de lactose normal ou anormal. Objetivo: Avaliar os efei...

  12. Activación de los músculos del tronco durante situaciones que requieren de la estabilización del raquis. Estudio de caso único

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco J. Vera-García

    2007-03-01

    Full Text Available El objetivo de este estudio fue analizar la intensidad de la contracción y la coordinación de 14 músculos del tronco y del hombro de un sujeto durante la recepción y el lanzamiento de un balón medicinal (acción pliométrica, una acción de empuje en bipedestación (press de pecho horizontal con polea y el uso del Bodyblade® (barra flexible cuya oscilación somete al cuerpo a vibraciones y desequilibrios continuos. Asimismo, con el objeto de facilitar la discusión en relación con la estabilización activa del raquis, se registró la respuesta de los músculos referidos durante la aplicación controlada sobre el tronco de cargas y descargas desequilibrantes. Nuestros resultados indican que la activación de los músculos del tronco es importante tanto para estabilizar el raquis ante perturbaciones y desequilibrios bruscos, como para la ejecución de acciones donde los miembros superiores manejan objetos. En este sentido, la coactivación de los músculos del tronco fue necesaria para estabilizar el raquis ante las oscilaciones del Bodyblade® y ante las fuerzas de reacción producidas al empujar una carga pesada en postura erecta. Asimismo, la recepción y lanzamiento inmediato del balón medicinal es una actividad relativamente compleja que requiere de la acción coordinada de los músculos del tronco y de las extremidades

  13. Terapia nutricional enteral em pacientes sépticos na unidade de terapia intensiva: adequação às diretrizes nutricionais para pacientes críticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valeska Fernandes Pasinato

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a adequação do manejo nutricional do paciente séptico a diretrizes de nutrição enteral para pacientes críticos. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo com 92 pacientes sépticos, idade ≥18 anos, internados em unidade de terapia intensiva, em uso de nutrição enteral, avaliados segundo diretrizes para pacientes críticos quanto à nutrição enteral precoce, adequação calórica e proteica, e motivos para não início da nutrição enteral precoce bem como de interrupção da mesma. Escores prognósticos, tempo de internação, evolução clínica e estado nutricional também foram analisados. RESULTADOS: Pacientes com idade média de 63,4±15,1 anos, predominantemente masculinos, diagnóstico de choque séptico (56,5%, tempo de internação na unidade de terapia intensiva de 11 (7,2 a 18,0 dias, escores SOFA de 8,2±4,2 e APACHE II de 24,1±9,6 e mortalidade de 39,1%. Em 63% dos pacientes, a nutrição enteral foi iniciada precocemente. Cerca de 50% atingiu as metas calóricas e proteicas no 3º dia de internação na unidade de terapia intensiva, percentual que foi reduzido para 30% no 7º dia. Motivos para início da nutrição enteral tardia foram complicações do trato gastrintestinal (35,3% e instabilidade hemodinâmica (32,3%. Procedimentos foram o motivo mais frequente para interrupção da nutrição enteral (44,1%. Não houve associação entre a adequação às diretrizes com estado nutricional, tempo de internação, gravidade ou evolução. CONCLUSÃO: Embora expressivo o número de pacientes sépticos que iniciaram a nutrição enteral precocemente, metas calóricas e proteicas no 3º dia da internação foram atingidas apenas pela metade destes, percentual que diminui no 7º dia.

  14. Nefrolitíase em pacientes pediátricos: investigação metabólica e anatômica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Alberto Batista Peres

    2011-03-01

    Full Text Available Desordens metabólicas são frequentes em pacientes com nefrolitíase pediátrica. OBJETIVOS: Estudar as alterações metabólicas e anatômicas e a análise química dos cálculos encontrados em pacientes da nossa região. MÉTODOS: Este é um estudo retrospectivo em 158 crianças com evidência de formação recente de cálculos, destes apenas 109 concluíram a investigação metabólica. A investigação laboratorial consistiu de duas amostras de urina de 24 horas com dosagem de cálcio, ácido úrico, citrato, oxalato, sódio e creatinina, cistinúria qualitativa, pH urinário seguido de 12 horas de jejum e restrição hídrica, cultura da urina e análise química quando os cálculos foram disponíveis. As técnicas de imagem incluíram ultrassonografia do trato urinário e urografia excretora. RESULTADOS: Em 96,3% das crianças alguma causa foi detectada. A principal alteração metabólica encontrada foi a hipercalciúria (73,4%. Análise química dos cálculos mostrou oxalato de cálcio em 90,9% dos casos. Alterações anatômicas foram encontradas em 18,0% dos pacientes investigados, e a mais frequente foi a duplicação pieloureteral (28,6%. CONCLUSÕES:Hipercalciúria foi a desordem mais encontrada, a alteração anatômica mais comum foi a duplicação pieloureteral e oxalato de cálcio foi o constituinte químico mais frequente. Este trabalho serviu para o conhecimento das características dos pacientes pediátricos portadores de nefrolitíase em nossa região.

  15. Cultura e clima organizacional para segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva

    OpenAIRE

    Santiago, Thaiana Helena Roma; Turrini, Ruth Natalia Teresa

    2015-01-01

    RESUMO Objetivo Avaliar a percepção dos profissionais de saúde sobre o clima e a cultura de segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e a relação entre os instrumentos Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC) e o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ). Método Estudo transversal realizado em hospital de ensino no interior do estado de São Paulo, Brasil, em março/abril de 2014. Aplicaram-se o HSOPSC, o SAQ e um instrumento para levantamento das informações sociode...

  16. Avaliação do uso de extrato de timo (timulina em pacientes com neoplasia maligna submetidos ao tratamento cirúrgico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Célia Regina de Oliveira Garritano

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a ação da timulina em pacientes com neoplasia maligna, submetidos ao tratamento, com e sem quimioterapia e radioterapia complementar (QT/RT. MÉTODO: Estudo retrospectivo realizado em 50 pacientes, analisando as variações das taxas de leucócitos, linfócitos totais e da relação de linfócitos CD4/CD8 após imunoestimulação com timulina. RESULTADOS: No grupo submetido à QT/RT ocorreu um aumento do número de leucócitos após seis meses em 43,33% dos casos, e em 83,33% após 12 meses. Com relação aos linfócitos totais, após seis meses, 63,33% apresentaram níveis maiores, e depois de 12 meses isto ocorreu em casos 90% dos casos. A relação de linfócitos CD4/CD8 mostrou um aumento em 66,66%, e em 90% depois após 6 e 12 meses respectivamente. A análise estatística se mostrou significante com o teste de ANOVA one way. No grupo não submetido à QT/RT a elevação dos níveis de leucócitos ocorreu em 85% dos pacientes aos seis meses e em 90% aos 12 meses. As taxas de linfócitos se elevaram em 60% dos casos em seis meses e em 85% após 12 meses. A relação CD4/CD8 se tornou maior tanto aos seis como aos 12 meses em 65%. A análise estatística mostrou relevância com o teste "t" de Student e o de ANOVA one way. Não houve necessidade de interrupção dos ciclos de QT/RT e nenhum paciente referiu intolerância à timulina. CONCLUSÃO: O uso da timulina foi capaz de restaurar a resposta imune, reduzir os danos imunossupressores e colaterais induzidos pela terapia antineoplásica e não apresentou efeitos colaterais.

  17. Escore de cálcio na avaliação da aterosclerose em pacientes com HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica Soares Monteiro

    2011-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A terapia antirretroviral aumentou drasticamente a expectativa de vida em pacientes com HIV/AIDS, embora a aterosclerose esteja associada a uma terapia de longo prazo. OBJETIVO: Investigar a prevalência de aterosclerose em pacientes com AIDS submetidos à terapia antirretroviral e a influência de tratamentos de diferentes regimes e durações. MÉTODOS: Pacientes com HIV/AIDS foram abordados durante consultas de rotina. Aqueles que estiveram em terapia antirretroviral por, pelo menos, dois anos tiveram o sangue coletado para análise do perfil lipídico e da glicemia em jejum e foram submetidos à tomografia computadorizada cardíaca para quantificação do escore de cálcio dentro de seis dias, no máximo. A aterosclerose foi definida como escore de cálcio maior que zero (CAC > 0. Fatores de risco tradicionais, síndrome metabólica e o escore de Framingham foram analisados. RESULTADOS: Cinquenta e três pacientes realizaram tomografia computadorizada cardíaca: 50,94% eram do sexo masculino, com idade média de 43,4 anos; 20% tinham hipertensão; 3,77% tinham diabetes; 67,92% tinham hipercolesterolemia; 37,74% tinham hipertrigliceridemia; 47,17% tinham HDL baixo; 24,53% atenderam aos critérios para síndrome metabólica; 96,23% foram classificados no escore de Framingham como "baixo risco"; e 18,87% eram tabagistas. A duração média do tratamento antirretroviral foi de 58,98 meses. A aterosclerose coronária ocorreu em 11 pacientes (20,75%. A duração da terapia antirretroviral não se relacionou à aterosclerose (p = 0,41, e não houve diferenças significativas entre os diferentes esquemas antirretrovirais (p = 0,71. Entre os fatores de risco tradicionais, o tabagismo (OR = 27,20; p = 0,023 e a idade (OR = 20,59; p = 0,033 foram significativos na presença de aterosclerose. Havia tendência para uma associação positiva da aterosclerose com a hipercolesterolemia (OR = 8,30; p = 0,0668. CONCLUSÃO: Os fatores associados

  18. Caracterização dos pacientes em uso de drogas vasoativas internados em unidade de terapia intensiva Patients’ characterization in use of vasoactive drugs hospitalized in intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Mesquita Melo

    2016-07-01

    Full Text Available Objetivo: Caracterizar o paciente internado em unidade de terapia intensiva (UTI em uso de drogas vasoativas (DVA. Métodos: Estudo descritivo, retrospectivo, abordagem quantitativa, com 85 pacientes internados na UTI de um hospital municipal, em Fortaleza-Ceará. Coleta dos dados realizada em março e abril de 2011, pela consulta ao relatório de enfermagem. Resultados: 55,3% eram do sexo feminino, com média de idade de 70 anos. O diagnóstico mais comum foi o acidente vascular encefálico (29,4%, seguido das pneumopatias (23,5%; 89,4% necessitaram de suporte ventilatório invasivo, 98,9% usaram sonda nasogástrica e 92,9% sonda vesical de demora; 92,9 % utilizaram acesso venoso central e 90,6% fizeram uso de antibióticos. Quanto aos níveis pressóricos, apenas 4,9% apresentaram normalidade; a noradrenalina foi a DVA mais utilizada (67,1% seguida da dopamina (35,3%; 64,7% evoluíram para óbito. Conclusão: O paciente grave apresenta especificidades que exigem conhecimento da equipe de enfermagem para uma assistência de qualidade.

  19. Alterações dos hábitos de eliminação intestinal em pacientes hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lieselotte Marianne Harder

    1984-06-01

    Full Text Available O presente trabalho procurou estudar as possíveís alterações dos hábitos de eliminação intestinal, em pacientes hospitalizados nas unidades de Clínica Médica, de três hospitais gerais do Município de São Paulo. Procurou-se verificar os tipos de alterações apresentados e as causas que os pacientes atribuem às modificações ocorridas. A população do estudo constou de 200 pacientes, adultos, ambulantes, de ambos os sexos. Conseguiu-se obter os dados do estudo através de entrevista com aplicação de formulário. Os resultados obtidos, levaram às seguintes conclusões: a maioria dos pacientes entrevistados referiu alterações dos hábitos de eliminação intestinal após a internação hospitalar. As causas apontadas pelos pacientes como responsáveis pelas alterações dos hábitos de eliminação intestinal foram agrupadas em: fisiológicas, psicossociais, terapêuticas e ambientais. As fisiológicas e psicossociais foram as que mais se destacaram. A alimentação foi o fator mais apontado como causa fisiológica. Dos fatores psicossociais foram salientados o nervosismo, a ansiedade e a preocupação. Apenas a variável independente sexo, influenciou nas alterações dos hábitos de eliminação intestinal, na hospitalização, conforme resultado estatístico.

  20. Meningite e endocardite infecciosa causada por Rhodotorula mucilaginosa em paciente imunocompetente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Henrique Loss

    2011-12-01

    Full Text Available Os autores relatam o caso de um homem imunocompetente admitido com comprometimento agudo do sistema nervoso, crise hipertensiva e insuficiência renal, vindo a receber diagnóstico de meningite e endocardite infecciosa por Rhodotorula mucilaginosa. Até onde sabemos, esta é a primeira descrição de infecção simultânea das meninges e do endotélio causada por Rhodotorula em um paciente sem comprometimento imunológico.

  1. Prevalência de fatores de risco em pacientes com infarto agudo do miocárdio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Mathioni Mertins

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar a prevalência de fatores de risco em pacientes com infarto agudo do miocárdio, internados em uma Unidade de Terapia Intensiva Coronariana de um hospital da região noroeste do estado do Rio Grande do Sul ̸ Brasil. Metodologia: Estudo quantitativo, descritivo e transversal, realizado no período compreendido entre 25 de abril a 25 de junho de 2012, com 48 pacientes. As variáveis de interesse para este estudo foram as condições sociodemográficas, dados antropométricos, hábitos alimentares e fatores de risco cardiovascular. Resultados: A idade média foi de 59,9 ± 11,55 anos, com predominância do sexo masculino (81,3%, de cor branca (83,3%, casados (70,8%, ensino fundamental incompleto (72,9%, aposentados (37,5%, renda menor que três salários mínimos (58,3% e procedentes da região urbana (72,9%. A prevalência dos fatores de risco se distribuiu da seguinte forma: sedentarismo (91,7%, hipertensão arterial sistêmica (63,8%, estresse (50%, circunferência abdominal alterada (50%, história familiar (43,7%, tabagismo (41,7%, sobrepeso (35,5%, obesidade (33,4%, dislipidemia (23%, diabetes mellitus (20,8% e consumo de álcool (12,5%. Conclusão: Os dados apresentados mostram a elevada prevalência de fatores de risco em pacientes que tiveram infarto agudo do miocárdio e nos direcionam a entender o papel da educação em saúde como estratégia para reduzir as causas de morbimortalidade, além de propor ações de cuidado e autocuidado e mudanças nos hábitos de vida.  Descritores: Fatores de Risco; Infarto do Miocárdio; Educação em Saúde (Fontes: DeCS e BIREME.

  2. Oclusão do apêndice atrial esquerdo com o Amplatzer Cardiac Plug em pacientes com fibrilação atrial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ênio Eduardo Guérios

    2012-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A oclusão percutânea do apêndice atrial esquerdo (OAAE surgiu como alternativa à anticoagulação oral (AO para prevenção do acidente vascular cerebral (AVC em pacientes com fibrilação atrial não-valvular (FANV. OBJETIVO: Relatar os resultados imediatos e o seguimento clínico de pacientes submetidos a OAAE com o Amplatzer Cardiac Plug (ACP em um único centro de referência. MÉTODOS: Oitenta e seis pacientes consecutivos com FANV, contra-indicação à AO e escore CHADS2= 2,6±1,2 foram submetidos a OAAE com implante de ACP. Realizou-se seguimento clínico e ecocardiográfico no mínimo 4 meses após o implante. RESULTADOS: Todos os implantes foram guiados apenas por angiografia. O sucesso do procedimento foi de 99% (1 insucesso por tamponamento cardíaco e consequente suspensão da OAAE. Houve 4 complicações maiores (o tamponamento já referido, 2 AVCs transitórios e uma embolização com retirada percutânea da prótese e duas menores (um derrame pericárdico sem tamponamento e uma pequena comunicação interatrial evidenciada no seguimento. Houve 1 óbito hospitalar após 6 dias, não relacionado à intervenção. Todos os outros pacientes receberam alta sem AO. Após seguimento de 25,9 pacientes-ano (69 pacientes não houve AVCs nem embolizações tardias de próteses. O AAE estava completamente ocluído em 97% dos casos. Seis pacientes apresentaram evidência de trombo sobre a prótese, que desapareceram após reinstituição de AO por 3 meses. CONCLUSÃO: OAAE se associa a um alto índice de sucesso, um índice aceitável de complicações e resultados promissores a médio prazo, podendo ser considerada uma alternativa válida à OA na prevenção do AVC em pacientes com FANV.

  3. Aspectos clínicos e epidemiológicos de pacientes queimados internados em um Hospital de Ensino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samanta Flor Montes

    2011-04-01

    Full Text Available Os objetivos foram: caracterizar os pacientes queimados segundo as variáveis epidemiológicas e clínicas e identificar os tratamentos, procedimentos invasivos e as complicações. Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo e quantitativo. A amostra constituiu-se de 138 pacientes queimados internados em um hospital de ensino, no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2007, de Uberaba-MG. Dos 138 pacientes internados, 98 (71,0% eram do gênero masculino e a média de idade foi de 26,1 anos. O tempo médio de internação foi de 16,2 dias; 93 (67,4% eram de natureza acidental e a principal causa 68 (49,3% foi a chama aberta. A superfície corporal queimada média foi de 20,8% e a maioria 122 (88,4% apresentou queimadura de 2° grau. A terapia tópica mais utilizada 93 (67,4% foi a sulfadiazina de prata. A sondagem vesical de demora foi instalada em 47 (34,0% pacientes; 30 (21,7% foram submetidos à enxertia e 28 (20,3% ao desbridamento; 14 (10,1% apresentaram infecção da lesão.

  4. Immunomodulator therapy migration in relapsing remitting multiple sclerosis: a study of 152 cases Migração medicamentosa de imunomoduladores em esclerose múltipla: estudo em 152 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Semeraro Jordy

    2008-03-01

    Full Text Available BACKGROUND: Since 1997, immunological modulators have been used for treatment of Relapsing Remitting Multiple Sclerosis (RRMS in the Multiple Sclerosis Attendance and Treatment Center (CATEM with significant alterations in this disease natural history. AIM: To add data on the experience of CATEM for the treatment of RRMS patients that had immunomodulators. METHOD: RRMS patients that received continuously immunomodulator drugs were evaluated on adherence, migration, withdrawal and progression rates. The patients were divided in three groups by the period of immunomodulators intake. RESULTS: There were registered in Group 1 withdrawal in 98 patients (25% and adherence in 292 cases (74%; Group 2 interruption of therapy in 140 patients, 92 (31% due to progression for PSMS, 14 (5% for pregnancy, withdrawal in 34 (11%, adherence in 88%; Group 3 progression in 41 (26%, pregnancy in 3 (2% withdrawal in 42 (27% and adherence in 72%. The migration rate was about one third (31.57% and the principal cause was therapeutic failure; the mean migrating time was 0.5-2.5 years in group 3. CONCLUSION: Immunomodulatory treatment for RRMS patients may have significant levels of failure and side effects; the adherence was compatible with the international literature.INTRODUÇÃO: Na última década foram introduzidos os imunomoduladores para o tratamento da esclerose múltipla (EM forma remitente-recorrente (RR. OBJETIVO: Complementar o relato anterior da experiência de centro brasileiro no acompanhamento dos pacientes em uso dos imunomoduladores. MÉTODO: 390 pacientes que faziam uso de imunomoduladores no Centro de Atendimento à Esclerose Múltipla (CATEM, foram subdivididos por tempo de uso em três grupos, avaliando-se as ocorrências de: abandono, gravidez, conversão da forma RR para secundária progressiva (SP e da aderência. RESULTADOS: No Grupo 1, foram observados abandono do uso de imunomoduladores em 98 pacientes (25% e aderência de 292 casos (74%; no

  5. Valor diagnóstico da cintilografia miocárdica em pacientes com doença coronariana multiarterial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eduarda Menezes de Siqueira

    2011-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A cintilografia de perfusão miocárdica (CPM é um método não invasivo extremamente útil na avaliação de isquemia em portadores de doença coronária. Entretanto, persiste o conceito de que não seria um bom método para os portadores de doença coronária multiarterial. OBJETIVO: Avaliar o valor da CPM com gated-SPECT na identificação de isquemia induzida por estresse farmacológico em pacientes com diagnóstico de doença coronária obstrutiva multiarterial. MÉTODOS: Foram incluídos 68 pacientes com diagnóstico de doença coronária obstrutiva multiarterial pela cineangiocoronariografia (cine para realização de CPM sob estímulo farmacológico com dipiridamol. Os exames foram analisados por dois médicos nucleares sem prévio conhecimento do resultado da cine. RESULTADOS: Dos pacientes, 64 (92,8% apresentaram alteração nas imagens de perfusão e 4 (7,2% apresentaram perfusão normal, sendo que, destes, três apresentaram alterações funcionais na análise do gated-SPECT. CONCLUSÃO: A CPM mostrou-se de grande valor na identificação de pacientes portadores de doença coronária multiarterial, já que a maioria dos pacientes apresentou alterações perfusionais sugestivas de isquemia.

  6. Peritonites em pacientes em diálise peritoneal: análise de um único centro brasileiro segundo a Sociedade Internacional de Diálise Peritoneal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Elizabeth Figueiredo

    2013-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A peritonite continua sendo a maior complicação para os pacientes em diálise peritoneal (DP. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo determinar as taxas de peritonite por episódio/ano (ep./ ano, ep./ano por microrganismo causador e pela mediana do número de peritonites nos pacientes em diálise peritoneal do Serviço de Nefrologia do Hospital São Lucas da PUCRS. MÉTODOS: Estudo retrospectivo e descritivo, no qual a amostra foi composta de pacientes que fizeram diálise peritoneal no Serviço de Nefrologia do HSL no período de 1984 a agosto de 2012; foram considerados somente os que possuíam dados completos. RESULTADOS: Dos 427 pacientes analisados, 53,2% eram do sexo feminino, com idade média de 48,0 ± 19,9 anos, 13% (56 de diabéticos e 71,5% (303 dos pacientes realizavam seu próprio tratamento. Ocorreram 503 episódios de peritonite e 255 pacientes tiveram pelo menos uma peritonite. Staphylococcus coagulase negativo foi o microrganismo mais prevalente. As causas de saída de tratamento foram óbito, transplante renal e peritonite, com 34,4, 25,8 e 19,2%, respectivamente. A taxa de peritonite foi de 0,63 ep./ano e ep./ ano por microrganismo foi de 0,18 ep./ ano para Staphylococcus coagulase negativo, e de 0,12 ep./ano para Staphilococcus aureus e Gram negativos. A mediana da unidade foi de 0,41. CONCLUSÃO: A taxa de peritonite ep./ano, e a mediana dos pacientes estudados encontram-se dentro do mínimo preconizado, mas abaixo das metas sugeridas, assim como a caracterização de ep./ano por microrganismo.

  7. Avaliação dos parâmetros hemodinâmicos entre a laringoscopia rígida e o estilete luminoso em pacientes coronariopatas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcello Fonseca Salgado Filho

    2011-08-01

    Full Text Available PACIENTES E MÉTODOS: Ensaio clínico randomizado conduzido em 40 pacientes submetidos à revascularização do miocárdio alocados em dois grupos: estilete luminoso e laringoscópio rígido. Avaliaram-se frequência cardíaca, pressão arterial média, alterações do segmento ST e pressão venosa central durante o preparo do paciente, 1 minuto e 5 minutos após a indução anestésica e 1 minuto após a intubação traqueal, além do tempo de intubação traqueal em cada grupo. RESULTADOS: Os grupos mostraram-se homogêneos em relação aos dados demográficos. O tempo de intubação traqueal para o grupo laringoscópio rígido (24 ± 5 s foi menor que no grupo estilete luminoso (28 ± 7 s, porém sem significância. A frequência cardíaca diminui nos dois grupos durante a indução (p 0,05. No grupo laringoscópio rígido, a pressão arterial média aumentou após a intubação traqueal para valores próximos ao momento do preparo do paciente (p > 0,05, enquanto no grupo estilete luminoso a pressão arterial média ficou abaixo dos valores basais (p < 0,05. A pressão venosa central aumentou em ambos os grupos em todos os momentos (p < 0,05. CONCLUSÕES: Neste estudo, é possível observar que ambas as técnicas são seguras para intubação traqueal em pacientes coronariopatas. Contudo, o estilete luminoso apresenta menor repercussão na pressão arterial média.

  8. Prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Cardoso Pinheiro

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos O presente estudo objetivou avaliar a prevalência de sintomas ansiosos e depressivos e relacioná-los com os diferentes tipos e magnitudes de dor crônica; também objetivou caracterizar a população de casos novos agendados para atendimento no ambulatório de dor crônica, no serviço onde o estudo foi realizado. Métodos Estudo de corte transversal, realizado em um ambulatório docente-assistencial para tratamento de dor crônica, realizado entre maio de 2012 e abril de 2013, com 125 pacientes. Instrumentos utilizados Questionário sociodemográfico, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD e Escala Visual Numérica (EVN para aferir a intensidade de dor. Resultados Dor intensa foi referida por 64% (n = 80 dos pacientes. Ansiedade atingiu 65% (N = 82 dos pacientes e a depressão, 48% (N = 60. Houve correlação significante entre os mais altos escores de ansiedade (p < 0,001 e depressão (p < 0,001 com a intensidade de dor. A correlação entre intensidade de dor e sintomas ansiosos e depressivos foi positiva para dor crônica neuropática e mista. Os fatores sociodemográficos associados à intensidade de dor crônica foram: renda e religião para depressão, e tempo de dor para ansiedade. Conclusão O estudo mostrou elevada prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica, assim como relação significante desses sintomas psiquiátricos com alguns tipos e intensidade de dor.

  9. Retinocoroidite toxoplásmica em pacientes com AIDS e neurotoxoplasmose Toxoplasmic retinochoroiditis in patients with AIDS and neurotoxoplasmosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jane Mary Alves

    2010-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: A neurotoxoplasmose é a alteração do sistema nervoso central mais frequente observada em pacientes com AIDS. A ocorrência de toxoplasmose ocular em neurotoxoplasmose ainda é pouco estudada. O objetivo deste estudo foi de investigar a ocorrência de retinocoroidite toxoplásmica, típica ou provável, em pacientes com AIDS e neurotoxoplasmose. MÉTODOS: Foi desenvolvido estudo prospectivo, tipo série de casos incluindo 70 pacientes, de ambos os sexos, com idade variando de 20 a 63 anos, internados nas enfermarias de três hospitais públicos da cidade do Recife, Pernambuco, com tais diagnósticos firmados segundo os critérios do CDC (1992, no período de janeiro a outubro de 2008. Os pacientes caracterizavam-se por: primeiro episódio de neurotoxoplasmose (65; 92,9% ou recidiva (5; 7,1%; desconhecimento de ter AIDS (23; 32,9%, contagem média de linfócitos T CD4 de 139,8 ± 3,04 células/mm³ e carga viral média igual a 137.080 ± 39.380 cópias/mL. Todos os pacientes foram submetidos a exame oftalmológico, consistindo de: inspeção ocular; aferição da acuidade visual; investigação da função muscular extrínseca ocular e fundoscopia, empregando oftalmoscópio indireto binocular (modelo OHN 3.5 (Eyetec® e lente externa de 20 dioptrias (Volk®. RESULTADOS: Foram diagnosticados 4 (5,7% pacientes com lesões cicatriciais de retinocoroidite, características de toxoplasmose ocular, sendo típica em 3 (75% pacientes e bilateral em 1. Não houve qualquer caso de retinocoroidite ativa, típica ou provável. As lesões oculares ativas foram raras comparadas às lesões cicatriciais, as quais se associam à presença de cistos na retina. CONCLUSÃO: Recomenda-se que mesmo lesões cicatriciais sejam valorizadas em pacientes com AIDS.PURPOSE: Neurotoxoplasmosis is the most common central nervous system disorder in patients with AIDS. The occurrence of ocular toxoplasmosis in neurotoxoplasmosis is not well studied. The objective of

  10. VALORACIÓN Y COMPARACIÓN DE LA DISPOSICIÓN SAGITAL DEL RAQUIS ENTRE CANOÍSTAS Y KAYAKISTAS DE CATEGORÍA INFANTIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Ángel López Miñarro

    2008-01-01

    dorsal en bipedestación fueron de 42,22º ± 7,76º para los kayakistas y de 37,45º ± 8,68º para los canoístas. En cuanto a la lordosis lumbar estos valores fueron de 27,91º ± 6,21º y 25,70º ± 6,15º, respectivamente. En el test dedos-planta, en las curvas dorsal y lumbar los resultados obtenidos fueron de 63,78º ± 6,21º y 33,70º ± 7,18º, respectivamente para kayakistas y de 65,35º ± 11,48º y 30,55º ± 6,33º para canoístas. No existieron diferencias significativas entre kayakistas y canoístas. En base a las referencias de normalidad, se encontró un alto porcentaje de morfotipos cifóticos, especialmente en la curva lumbar. En conclusión, existe una alta frecuencia de morfotipos alterados en flexión máxima del tronco y en sedentación asténica, especialmente en el raquis lumbar, aunque la disciplina practicada (kayak o canoa no genera diferencias significativas en la disposición sagital del raquis.

  11. Oxidative stress in patients with type 2 diabetes mellitus treated with metformin = Estresse oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 em tratamento com metformina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dries, Samuel Selbach

    2017-01-01

    RESULTADOS: A amostra inicial foi composta por 49 pacientes com idade de 59±9 anos e índice de massa corporal de 29,8±5,1 kg/m2 , com diabetes por uma mediana de tempo de 36 (intervalo interquartil 1-240 meses e em uso de metformina há uma mediana de 36 (intervalo interquartil 1-180 meses. Vinte e cinco pacientes deixaram o estudo entre a segunda e a quarta reunião. Os níveis de malondialdeído diferiram entre antes e após o acompanhamento farmacoterapêutico, correlacionando-se positivamente com glicemia, glicohemoglobina e triglicerídeos e negativamente com metformina e superóxido dismutase. Encontrou-se elevação da glicemia, glicohemoglobina e malondialdeído, e diminuição da metformina no grupo com complicações diabéticas, e foi identificada correlação entre malondialdeído e o número de complicações diabéticas por paciente. CONCLUSÕES: Nesta amostra de pacientes com diabetes mellitus tipo 2 em tratamento com metformina, o estresse oxidativo foi mais pronunciado nos que apresentavam pior controle glicêmico e complicações diabéticas

  12. Exames radiográficos solicitados no atendimento inicial de pacientes em uma Faculdade de Odontologia brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Borin MOURA

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Para que radiografias ofereçam mais benefícios do que riscos, precisam ser realizadas ou solicitadas de acordo com cada situação clínica.OBJETIVO: Avaliar os exames radiográficos solicitados no atendimento inicial em uma Faculdade de Odontologia, considerando os sinais/sintomas e o motivo para busca pelo atendimento.MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados os prontuários de 3.100 pacientes adultos, tratados em um período de três anos, excluindo aqueles em que os pacientes não haviam realizado exames radiográficos na consulta inicial. Numa amostra final de 1.567 prontuários, foram coletados os seguintes dados: idade e gênero, razão da procura pelo tratamento, presença de sinais e/ou sintomas, além da técnica e do número de radiografias realizadas. Os dados foram analisados por estatística descritiva.RESULTADO: 5.034 radiografias realizadas, com média de 3,24 (±2,97 por paciente. Entre as técnicas, a mais utilizada foi a periapical seguida pela panorâmica. Extração dentária e dor foram as razões mais prevalentes da procura pelo atendimento, enquanto dor, doença periodontal e presença de patologias de tecidos moles foram os sinais/sintomas mais comuns. Verificou-se que 35,41% da amostra não apresentou sinais ou sintomas.CONCLUSÃO: Há uma grande variação na requisição de radiografias no exame inicial, mostrando uma falha na aplicação de critérios de seleção de imagens para diagnóstico, o que pode levar à exposição desnecessária do paciente à radiação X.

  13. Complicações microvasculares e disfunção autonômica cardíaca em pacientes com diabete melito tipo 1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando K Almeida

    2011-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A presença de neuropatia autonômica cardíaca (NAC em pacientes com diabete melito (DM está associada a aumento da mortalidade e a complicações crônicas microvasculares do diabete. OBJETIVO: Investigar uma possível associação entre achados sugestivos de NAC durante a realização do teste ergométrico (TE e nefropatia e retinopatia em pacientes com DM tipo 1. MÉTODOS: Realizamos um estudo transversal com 84 pacientes com DM tipo 1. Todos os pacientes foram submetidos à avaliação clínica e laboratorial e realizaram TE, sendo que aqueles que apresentaram achados sugestivos de isquemia miocárdica foram excluídos da análise dos dados (n = 3. A avaliação de complicações microvasculares (retinopatia e nefropatia foi realizada na amostra. RESULTADOS: Os pacientes com nefropatia e aqueles com retinopatia atingiram uma frequência cardíaca (FC durante o pico de exercício (FC máxima menor e apresentaram aumento menor da FC em relação ao repouso (ΔFC pico quando comparados com aqueles sem estas complicações. Esses pacientes também apresentaram menor redução da FC no segundo e 4º minutos após o final do teste (ΔFC recuperação dois e 4 minutos. Após realização de análise multivariada com controle para os possíveis fatores de confusão, os ΔFC recuperação em dois e 4 minutos, FC máxima e o ΔFC pico permaneceram significativamente associados à retinopatia; e os ΔFC recuperação no segundo e 4º minutos permaneceram associados à presença de nefropatia. CONCLUSÃO: O TE pode ser considerado um instrumento adicional para a detecção precoce de NAC e para identificar pacientes em maior risco para complicações microvasculares do diabete.

  14. Achados tomográficos das alterações abdominais pós-operatórias dos pacientes submetidos ao derivação gastrojejunal em Y-de-Roux sem anel

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Marcondes Ribas

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar por exame de tomografia computadorizada de pacientes submetidos à derivação gastrojejunal em Y-de-Roux, sem anel, para tratamento de obesidade mórbida. MÉTODOS: Estudaram-se 40 pacientes, encaminhados ao serviço de tomografia do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba para avaliação diagnóstica. Encontravam-se em pós-operatório de cirurgia bariátrica tendo sido operados no mesmo hospital. Foram incluídos pacientes submetidos à operação laparoscópica com sintomas que necessitavam de avaliação tomográfica diagnóstica. Excluíram-se pacientes que tinham sido submetidos à cirurgia bariátrica por outras técnicas cirúrgicas; que tinham sido operados por outra equipe; que não concordassem com a administração de contraste iodado por via oral ou endovenosa; e que excediam o limite de peso da mesa de exame. Para análise estatística utilizou-se a média das variáveis. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram-se com idade entre 23 a 70 anos e eram 11 homens e 29 mulheres. Não houve alterações extra-abdominais detectáveis pela tomografia de abdômen total; dos 40 pacientes avaliados, 30 apresentavam achados tomográficos dentro do limite da normalidade. A presença de estenose na anastomose gastrojejunal foi encontrada em um paciente; hérnia interna ocorreu em cinco; fístula anastomótica em um e abcesso em três dos pacientes estudados. CONCLUSÃO: A tomografia de abdome total não conseguiu informar a causa dos sintomas dos pacientes operados em 87,5% dos pacientes que procuraram re-avaliação médica por sintomas pós-operatórios da cirurgia bariátrica.

  15. Associação entre diabetes mellitus e gravidade da doença arterial coronariana em pacientes submetidos a intervenção coronária percutânea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone de Souza Fantin

    2012-10-01

    Full Text Available Introdução: O diabetes mellitus está associado a um risco aumentado de doenças cardiovasculares. Pacientes com diabetes submetidos à revascularização miocárdica por intervenção coronariana percutânea (ICP apresentam piores respostas ao tratamento, desenvolvendo mais complicações e reestenoses em curto e longo prazo. Objetivos: Avaliar a prevalência de diabetes mellitus buscando associação com a gravidade da doença arterial coronária (DAC em pacientes submetidos à ICP em centro de referência no sul do Brasil. Métodos: Estudo transversal. Avaliados todos os pacientes submetidos à ICP entre novembro/2006 e dezembro/2007 em hospital de referência. Aplicado questionário previamente ao procedimento e realizada glicemia capilar em jejum. Realizada regressão logística para avaliar a associação entre diabetes e DAC. Resultados: Foram realizadas 617 ICPs, implantados 718 stents em 569 indivíduos (1,32 stents por intervenção. Destes, 177 pacientes (32,2% foram considerados diabéticos. Características demográficas, fatores de risco para DAC, vaso-alvo, diâmetro do vaso e extensão da lesão foram semelhantes entre os grupos. Doença arterial coronária grave, categoria III e IV, foi encontrada em 51,2% dos pacientes com diabetes comparado com 37,6% dos sem diabetes (p< 0.001. Houve correlação significativa entre os níveis de glicemia e a gravidade da DAC (p<0,05. Conclusões: Existe associação entre a presença de diabetes e a gravidade angiográfica da DAC em pacientes submetidos à ICP, o que sugere que esta maior gravidade possa contribuir para os desfechos adversos nestes pacientes.

  16. Prevalência e correlatos de doença vascular no exame de ultrassom em pacientes em hemodiálise Prevalencia y correlatos de enfermedad vascular en el examen de ultrasonido en pacientes en hemodiálisis Prevalence and correlates of vascular disease at ultrasound examination in patients on hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião Baptista Miguel

    2011-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Pacientes em hemodiálise (HD apresentam risco aumentado de morte cardiovascular. A espessura íntima-média (EIM e a presença de calcificações arteriais são fatores de risco bem conhecidos para morte cardiovascular em pacientes em HD. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de EIM e calcificações em pacientes em HD e correlacionar achados de imagem com dados clínicos e laboratoriais. MÉTODOS: Estudo transversal de 75 pacientes em HD por > 12 meses. Os pacientes foram submetidos à ultrassonografia (US modo-B para determinação da EIM do terço distal das artérias carótidas comuns. As calcificações arteriais foram avaliadas por US de artérias carótidas, femorais e tibiais e consideradas positivas se calcificações fossem encontradas em qualquer sítio arterial. RESULTADOS: Os pacientes tinham 52 ± 13 anos, 57% eram do sexo masculino e 16% eram diabéticos. EIM > 0,9 mm foi encontrada em 57% dos cases e calcificações arteriais na US em 48%. Envelhecimento (décadas e tabagismo estavam associados com aumento da EIM (odds ratio ajustado [aOR] = 3,4, p FUNDAMENTO: Pacientes en hemodiálisis (HD presentan riesgo aumentado de muerte cardiovascular. El espesor íntima-media (EIM y la presencia de calcificaciones arteriales son factores de riesgo bien conocidos de muerte cardiovascular en pacientes en HD. OBJETIVO:Evaluar la prevalencia de EIM y calcificaciones en pacientes en HD y correlacionar hallazgos de imagen con datos clínicos y de laboratorio. MÉTODOS:Estudio transversal de 75 pacientes en HD por >12 meses. Los pacientes fueron sometidos a ultrasonografia (US modo-B para determinación de la EIM del tercio distal de las arterias carótidas comunes. Las calcificaciones arteriales fueron evaluadas por US de arterias carótidas, femorales y tibiales y consideradas positivas si fuesen encontradas calcificaciones en cualquier sitio arterial. RESULTADOS:Los pacientes tenían 52±13 años, 57% eran del sexo masculino y 16

  17. Endometriose em cicatriz cirúrgica: uma série de 42 pacientes Surgical scar endometriosis: a series of 42 patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabia Lima Vilarino

    2011-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a frequência e o quadro clínico de pacientes com endometriose incisional. MÉTODOS: estudo retrospectivo descritivo a partir da revisão de prontuários de pacientes submetidas à ressecção de nódulos em cicatriz cirúrgica na Faculdade de Medicina do ABC, no período de novembro de 1990 a setembro de 2003. A idade, a paridade, o número de cesáreas, os sintomas, a localização do tumor, o diagnóstico inicial, o tratamento e a recorrência foram relatados e analisados. Os resultados foram representados por porcentagem, média e desvio padrão. RESULTADOS: foram encontrados 42 pacientes com diagnóstico de endometriose em cicatriz. Dos 42 casos, 37 eram de endometriose em cicatriz de cesárea; 3 casos em episiotomia e 2 casos em ápice vesical aderido à histerorrafia. A média de idade das pacientes foi de 32,4 anos com desvio padrão de ±6,2 anos. Todas tinham como antecedente cirúrgico exclusivo o parto, e a queixa principal foi nodulação com dor perimenstrual em 40% dos casos. Em 57% das pacientes, a avaliação clínica foi complementada pelo exame de ultrassonografia pélvica ou transvaginal. As pacientes foram tratadas com ressecção completa do nódulo e a recidiva ocorreu em apenas dois casos. CONCLUSÃO: a endometriose em cicatriz cirúrgica é incomum; entretanto, tem diagnóstico inicial fácil se o quadro clínico for conhecido. O tratamento eficaz é cirúrgico.PURPOSE: to evaluate the frequency and clinical picture of patients with incisional endometriosis. METHODS: retrospective descriptive study performed from the medical records of patients that underwent nodules resection in the surgical scar at Faculdade de Medicina do ABC, from November 1990 to September 2003. The age, parity, number of cesarean sections, symptoms, tumor location, initial diagnosis, treatment, and recurrences were surveyed and analyzed. The results were reported as percentage, mean, and standard deviation. RESULTS: we found 42

  18. Prevalência de doenças crônicas em pacientes geriátricos

    OpenAIRE

    Pinelli, Lígia Antunes Pereira et al.

    2005-01-01

    Introdução: O conhecimento do paciente geriátrico como um todo e não somente de sua boca é de extrema importância. Noções de patofisiologia, das condições crônicas que acometem esses pacientes e da farmacologia das drogas utilizadas serão úteis ao profissional do futuro, isso porque o número de idosos vem crescendo em todo o mundo, mostrando um aumento na demanda odontológica dessa parcela da população. Objetivo: o objetivo deste trabalho foi avaliar as doenças crônicas que mais acometem os i...

  19. Automutilação de dedos e lábio em paciente esquizofrênico

    OpenAIRE

    Diniz,Breno Satler de Oliveira; Krelling,Renata

    2006-01-01

    CONTEXTO: Episódios de automutilação grave são raramente observados na prática psiquiá­trica. Ocorrem principalmente em pacientes psicóticos, sendo o principal diagnóstico a esquizofrenia. As regiões mais comumente automutiladas são o pênis e os olhos. RELATO DE CASO: Relatamos o caso de um paciente portador de esquizofrenia paranóide que desenvolveu quadro de auto-amputação de lábios e falanges secundário a alucinações auditivas de comando e delírios místico-religiosos. CONCLUSÃO: Episódios ...

  20. Desesperança, ideação suicida e depressão em pacientes renais crônicos em tratamento por hemodiálise ou transplante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sibela Vasconcelos Andrade

    2015-03-01

    Full Text Available Introdução: Sintomas de desesperança, ideação suicida e depressão influenciam na qualidade e expectativa de vida de doentes renais crônicos. Objetivo: Avaliar se existe diferença nos sintomas de desesperança, ideação suicida e depressão entre pacientes renais crônicos em hemodiálise ou transplantados. Analisamos também se variáveis sociodemográficas como atividade laboral, ter dependentes, sexo e estado civil interferem nesses sintomas. Métodos: Estudo comparativo, de corte transversal, em que 50 pacientes em hemodiálise crônica e 50 transplantados renais, clinicamente estáveis, sem psicopatologias, pareados por sexo e idade, foram selecionados aleatoriamente. Instrumentos -Beck Hopelessness Scale (BHS, Beck Scale for Suicide Ideation (BSI e Beck Depression Inventory (BDI. Resultados: BHS: 2% de cada grupo tiveram escore > 8 (p = 1,00. BSI: 4% em hemodiálise e 6% dos transplantados tinham escore > 1 (p = 1,00. BDI: 20% em hemodiálise e 12% dos transplantados apresentaram escore > 14 (p = 0,275. Não houve relação entre as variáveis testadas e os sintomas de desesperança e ideação suicida. Não exercer atividade laboral implicou mais sintomas depressivos (escore médio BDI: 10,5 vs. 7,3, p = 0,027. Transplantados de doadores falecidos apresentaram mais sintomas depressivos comparados aos receptores de doadores vivos (escore médio BDI: 11,0 vs. 6,7, p = 0,042. Conclusão: Não houve diferença na intensidade dos sintomas de desesperança, ideação suicida e depressão entre pacientes estáveis em hemodiálise e transplantados. Não exercer atividade laboral e receber transplante de doador falecido levou a mais sintomas depressivos. A prevalência de ideação suicida e sintomas depressivos, nas duas modalidades, merece atenção e indica a necessidade de monitorização e cuidados nesses pacientes.

  1. Contribuição do potencial evocado auditivo em pacientes com vertigem Results of brainstem evoked response in patients with vestibular complaints

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisiane Munaro

    2010-06-01

    Full Text Available A avaliação otoneurológica consiste em exames para investigação de patologias auditivas e vestibulares, incluindo o potencial evocado de tronco encefálico e a vectoeletronistagmografia. OBJETIVO: Descrever os resultados da avaliação otoneurológica em pacientes com queixas vestibulococleares, normo-ouvintes e com perda auditiva, comparados a grupo-controle. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal, retrospectivo, observacional, realizado com 56 pacientes vertiginosos avaliados por audiometria, vectoeletronistagmografia e potencial evocado auditivo de tronco encefálico, divididos em grupo A, 31 pacientes normo-ouvintes, e grupo B, 25 pacientes com perda auditiva, comparados ao grupo-controle constituído por dez voluntários normo-ouvintes assintomáticos. RESULTADOS: Os pacientes dos grupos A e B apresentaram aumento em monobloco das latências absolutas das ondas I, III e V estatisticamente significante, quando comparados ao grupo-controle, embora com valores dentro da normalidade. A ausência da onda I a 80 dBNA foi um achado comum para ambos os grupos e ocorreu em quatro (12,9% sujeitos bilateralmente e em três (9,6% unilateralmente no grupo A e em oito (32% pacientes no grupo B bilateralmente. Nos dois casos em que a vectoeletronistagmografia acusou alteração vestibular central não ocorreram alterações nos parâmetros dos potenciais evocados. CONCLUSÃO: Os pacientes com vertigem, normo-ouvintes e com perda auditiva, apresentaram latências absolutas aumentadas quando comparados a grupo-controleOtoneurological evaluations are based on tests which investigate auditory and vestibular disorders, including brainstem evoked auditory potentials and vecto-electronystagmography. AIM: to describe the results from the otoneurological assessment of patients with vestibulocochlear complaints, normal hearing individuals and patients with hearing loss, and we will compare them to a control group. MATERIALS AND METHODS: Cross

  2. Entrevista motivacional no suporte social de cuidadores de pacientes com câncer de mama em quimioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Monique Lopes Mourão

    2017-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Avaliar os efeitos da entrevista motivacional para mudança de comportamento de suporte social junto a cuidadores de pacientes com câncer de mama em quimioterapia. Método: Estudo quase experimental, realizado com mulheres em quimioterapia para câncer de mama e com os cuidadores das respectivas mulheres entrevistadas. A intervenção foi a Entrevista Motivacional Breve, aplicada aos cuidadores indicados pelas pacientes em quatro sessões individuais, com intervalos semanais e duração de 30 minutos cada. O comportamento de suporte social foi avaliado pelas mulheres antes e depois da intervenção pela Escala de Suporte Social. Resultados: Participaram do estudo 18 mulheres e 18 cuidadores. O suporte social das mulheres se mostrou elevado tanto para a dimensão emocional quanto para a instrumental da Escala de Suporte Social, após intervenção utilizada com os cuidadores pela Entrevista Motivacional Breve. Os achados contribuem para a prática clínica de diversas categorias profissionais, na utilização de estratégias de intervenção de baixo custo para melhoria da qualidade de vida durante e após o tratamento de mulheres com câncer de mama. Conclusão: A intervenção utilizada promoveu de forma positiva a mudança comportamental, melhorando o suporte social prestado pelos cuidadores às pacientes com câncer de mama e em realização de quimioterapia.

  3. A EFICÁCIA DO LASER NA CICATRIZAÇÃO DE ÚLCERA DE DECÚBITO EM PACIENTE DIABÉTICO: ESTUDO DE CASO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Armando Vidal Ramos

    2014-08-01

    Full Text Available A úlcera de decúbito tornou-se um dos principais problemas de saúde pública devido o maior tempo de internação em hospitais, alcançando índices preocupantes e mortes evitáveis. Desta forma, o estudo tem como objetivo verificar os efeitos da laserterapia de baixa potência como coadjuvante no tratamento de paciente diabético com úlcera de decúbito. Foi investigada e acompanhada uma paciente diabética do Tipo II portadora de úlcera de decúbito, sendo esta idosa, do gênero feminino, idade 83 anos. Essa paciente foi submetida à aplicação de laser tipo Hélio Neônio (Hene, com comprimento de onda de 670 nm, modo pulsado, método pontual, densidade de energia de 6 J/cm2, com duração de 5 minutos em cada ponto, a qual o procedimento ocorreu durante 5 vezes por semana, no período de 6 semanas. A paciente foi avaliada por meio de registros fotográficos e por mensuração da ferida com uma régua milimétrica, em que delimitou a área da úlcera em cm². Observou-se melhora e redução da úlcera de decúbito a partir da terceira sessão. Com base nos resultados deste estudo o laser tipo Hene foi eficaz no tratamento da úlcera de decúbito em paciente diabético no aspecto cicatrização. Palavras-chave: Laser; Úlcera de Decúbito; Diabetes Mellitus; Cicatrização. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n2p74-79

  4. Uso do ultra-som para punção venosa central em paciente obeso com adenomegalia cervical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaderson Wollmeister

    2008-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATICA E OBJETIVOS: As técnicas clássicas para punção venosa central são realizadas com base em referências anatômicas de superfície e conhecimento da anatomia vascular da região em que se realizará a punção. O uso do ultra-som permite a realização da punção sob visão direta das estruturas vasculares, peri-vasculares e da agulha de punção. O objetivo deste relato foi descrever o uso do ultra-som no auxílio de acesso venoso central em paciente obeso e com adenomegalias. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, branco, 28 anos, 1,70 m, 120 kg, com diagnóstico de linfoma de Hodgkin esclerose nodular. Solicitado ao Serviço de Anestesiologia do Hospital Governador Celso Ramos, punção de veia jugular interna direita guiada por ultra-som devido à presença de gânglio supraclavicular que prejudicava a referência anatômica de punção e à obesidade do paciente. Após a obtenção da melhor imagem a veia jugular interna esquerda foi puncionada e colocado um cateter venoso de triplo lúmen. A punção foi única, com progressão fácil do cateter e realizada sem complicações. CONCLUSÕES: O uso da ultra-sonografia para punção venosa central pode evitar complicações tornando o procedimento mais seguro para o paciente.

  5. Potenciais interações medicamentosas em pacientes com artrite reumatoide Potential drug interactions in patients with rheumatoid arthritis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabíola Bagatini

    2011-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O termo polifarmácia, ou seja, a utilização concomitante de múltiplos fármacos pelo mesmo indivíduo vem sendo amplamente associado a pacientes institucionalizados e idosos, no entanto pode ocorrer em grupos de pacientes portadores de doenças crônicas como artrite reumatoide (AR. OBJETIVO: Quantificar a polifarmácia em um grupo de pacientes com AR e realizar um levantamento sobre o risco de potenciais interações indesejáveis entre os medicamentos utilizados no manejo dessa doença e os fármacos utilizados em enfermidades não crônicas. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de coorte com 103 pacientes portadores de AR, atendidos no Componente Especializado da Assistência Farmacêutica/MS, Florianópolis/SC. Os pacientes foram acompanhados mensalmente, por meio de fichas. As interações medicamentosas foram identificadas pelo Drugdex System - Thomson Micromedex® - Interactions. RESULTADOS: Observou-se a presença de polifarmácia em 95,1% dos pacientes e de 19 potenciais interações indesejáveis entre os medicamentos utilizados por 74 pacientes, em média 3,0 ± 1,2 interações/paciente. Todas as potenciais interações estavam relacionadas a metotrexato. Omeprazol foi o principal representante, correspondendo a 29,3% delas, seguido por diclofenaco sódico (17,6% e dipirona sódica (13,2%. CONCLUSÃO: Considerando que este estudo confirma que a polifarmácia é uma prática comum na terapêutica dos pacientes portadores de AR, deve haver maior vigilância acerca de efeitos adversos ou de redução da efetividade de determinados fármacos devido às suas interações farmacológicasINTRODUCTION: The term polypharmacy, meaning the concomitant use of multiple medications by one individual, has been widely reported in institutionalized or elderly patients. It can, however, occur in patients with chronic diseases, such as rheumatoid arthritis (RA. OBJECTIVE: To quantify polypharmacy in a group of RA patients and to assess the

  6. Componentes do modelo teórico de Roy em pacientes submetidos à hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecília Maria Farias de Queiroz Frazão

    Full Text Available Estudo transversal, objetivando identificar os componentes do modelo teórico de Roy em pacientes submetidos à hemodiálise em um centro de diálise. Participaram 178 pacientes de um centro dialítico no Nordeste do Brasil. A coleta de dados ocorreu de outubro/2011 a fevereiro/2012, por entrevista e exame físico. Os componentes identificados foram: problemas adaptativos, comportamentos e estímulos. Os principais problemas adaptativos foram: retenção de líquido intracelular, hipercalemia, hipotermia, edema, intolerância à atividade. Os comportamentos foram: anúria, desequilíbrio hidroeletrolítico, aumento de peso em curto período, aumento do potássio sérico, temperatura corporal abaixo de 36°C, retenção de líquidos, fadiga, dificuldade em realizar atividades de vida diária. Os estímulos foram: lesão renal, circulação extracorpórea, hemodiálise, não seguimento da restrição hídrica, distúrbio eletrolítico, ambiente frio, efeitos adversos relacionados ao tratamento. Conclui-se que a identificação desses componentes, enquadrados no modo fisiológico, contribui para o planejamento de intervenções de enfermagem específicas e voltadas para a adaptação da clientela.

  7. Study of dermatoses in kidney transplant patients Estudo das dermatoses em pacientes transplantados renais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Moretti de Lima

    2013-06-01

    Full Text Available BACKGROUND: The increasing in the number of kidney transplant recipients has favored, more frequently than before, the emergence of dermatoses and warranted their study through subsequent publications. OBJECTIVES: to evaluate the frequency of dermatoses in kidney transplant recipients. METHODS: kidney transplant recipients with suspected dermatoses between March 1st 2009 and June 30th 2010. RESULTS: 53 patients (28 males and 25 females, aged between 22 and 69 (mean age = 45 years were evaluated. Most of them came from the cities of Ceilândia, Samambaia and São Sebastião/DF, and had already been transplanted for 5 to 10 years before (37.7%; 62.3% were recipients of living donors and 83% were prednisone-treated. The most prevalent dermatoses were of fungal (45.3% and viral (39.6% etiologies. Among the non-melanoma malignant neoplasms, the basal cell carcinoma prevailed (six cases, in spite of the low incidence. Concerning fungal dermatoses, 12 cases of onychomycosis, five of pityriasis versicolor and four of pityrosporum folliculitis were reported. For diagnosis, in most cases (64.2%, laboratory examinations (mycological and histopathological were performed. CONCLUSION: cutaneous manifestations in kidney transplant recipients are generally secondary to immunosuppression. The infectious dermatoses, especially those of fungal origin, are frequently found in kidney transplant recipients and their occurrence increases progressively according to the time elapsed from the transplantation, which makes follow-up important. FUNDAMENTOS: o crescente aumento do número dos transplantados renais tem favorecido o aparecimento mais frequente das dermatoses e permitido o estudo em sucessivos trabalhos. OBJETIVOS: avaliar a frequência das dermatoses em pacientes transplantados renais. MÉTODOS: captação de pacientes transplantados renais durante o período de 1° de março de 2009 a 30 de junho de 2010 com suspeita de dermatoses. RESULTADOS : foram

  8. Fungus ball in HIV-infected patients Bola fúngica em pacientes HIV-infectados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Silva Guazzelli

    2009-12-01

    Full Text Available Aspergillus is a phagocyte opportunistic fungus that causes aspergillosis, an unusual disease in patients with AIDS. Six cases of fungal ball in patients with AIDS are reported here. In this group, all patients had hemoptysis and tuberculosis as the underlying lung disease. The diagnosis of pulmonary fungus ball was based on the clinical and radiographic feature, combined with serological and mycological evidence of Aspergillus fumigatus.Os fungos filamentosos são oportunistas de fagócitos, motivo pelo qual aspergilose é incomum em pacientes com Aids. A apresentação clínica depende do estado imune, tamanho do inóculo fúngico e doença de base. São relatados neste trabalho seis casos de bola fúngica em pacientes com Aids. Neste grupo, todos tiveram tuberculose como doença de base e hemoptise foi o principal sintoma. O diagnóstico da bola fúngica foi através da apresentação clínica, achados radiológicos combinados com imunodifusão radial dupla, exame micológico direto e cultivo do material do trato respiratório, sendo A. fumigatus o agente isolado

  9. Acuidade visual e eletrorretinografia de campo total em pacientes com síndrome de Usher

    OpenAIRE

    Mendieta,Luana; Berezovsky,Adriana; Salomão,Solange Rios; Sacai,Paula Yuri; Pereira,Josenilson Martins; Fantini,Sérgio Costa

    2005-01-01

    A síndrome de Usher (SU) é doença autossômica recessiva caracterizada por perda auditiva neuro-sensorial acompanhada de retinose pigmentária (RP). OBJETIVO: Analisar a eletrorretinografia de campo total (ERG) e a acuidade visual (AV) em pacientes com síndrome de Usher tipos I e II. MÉTODOS: Foram estudadas as respostas da eletrorretinografia de campo total e a acuidade visual de 22 pacientes (idade média = 26,8±16,8 anos). Destes, 17 tinham síndrome de Usher tipo I e 5 tinham síndrome ...

  10. Anestesia em paciente com Distrofia Muscular de Duchenne: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tonelli Deoclécio

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A distrofia muscular de Duchenne é uma afecção recessiva ligada ao cromossomo X, geralmente diagnosticada na infância, acentuando-se progressivamente até agravar a função respiratória. O objetivo deste relato é apresentar um caso de um paciente com distrofia muscular de Duchenne diagnosticada há 2 anos, submetido à postectomia, sob anestesia geral com cetamina S. RELATO DO CASO: Paciente com 9 anos de idade com Distrofia Muscular de Duchenne diagnosticada há 2 anos, submetido à anestesia geral com levo-cetamina (1,5 mg.kg-1, por via venosa, sob ventilação espontânea assistida manualmente por sistema de Baraka (Mapleson A e bloqueio peniano com bupivacaína a 0,5% (25 mg. Foram usados monitores de pressão arterial não invasiva, oximetria de pulso, cardioscopia e temperatura esofagiana. No decorrer da cirurgia, o caso evoluiu sem intercorrências, sendo que no período pós-operatório o paciente apresentou alguns episódios de vômitos sem outras alterações significativas. Permaneceu internado por 24 horas, tendo alta hospitalar assintomático. CONCLUSÕES: A avaliação pré-anestésica cuidadosa, o uso de monitorização adequada e medicações que não predisponham o aparecimento de complicações tornam seguro o procedimento em pacientes portadores de Distrofia Muscular de Duchenne e seu pós-operatório.

  11. Atividade basal de acetilcolinesterase e níveis plasmáticos de serotonina não se associam ao delirium em pacientes gravemente enfermos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Damiani Tomasi

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Investigar se os níveis plasmáticos de serotonina e atividade de acetilcolinesterase determinados por ocasião da admissão à unidade de terapia intensiva preveem a ocorrência de disfunção cerebral aguda em pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Métodos: Foi conduzido no período entre maio de 2009 e setembro de 2010 um estudo prospectivo de coorte em uma amostra com 77 pacientes não consecutivos. A ocorrência de delirium foi determinada utilizando a ferramenta Confusion Assessment Method for the Intensive Care Unit, tendo sido determinadas as avaliações de acetilcolinesterase e serotonina em amostras de sangue coletadas até um máximo de 24 horas após admissão do paciente à unidade de terapia intensiva. Resultados: No presente estudo, 38 pacientes (49,6% desenvolveram delirium durante sua permanência na unidade de terapia intensiva. Nem os níveis de atividade de acetilcolinesterase nem os de serotonina tiveram associação independente com delirium. Não se observaram correlações significantes entre atividade de acetilcolinesterase e níveis de serotonina com o número de dias livres de delirium/coma, porém, em pacientes que desenvolveram delirium, ocorreu uma forte correlação negativa entre níveis de acetilcolinesterase e número de dias livres de delirium/coma, demonstrando que níveis mais elevados de acetilcolinesterase se associaram com menos dias de vida sem delirium e coma. Nenhuma associação foi identificada entre os biomarcadores e mortalidade. Conclusão: Nem a atividade de acetilcolinesterase nem os níveis séricos de serotonina se associaram com delirium ou disfunção cerebral aguda em pacientes gravemente enfermos. A ocorrência de sepse não modificou esse relacionamento.

  12. Comparação entre a prevalência de transtornos mentais em pacientes obesos e com sobrepeso = Comparison between the prevalence of mental disorders in obese and overweight patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verdolin, Louise Deluiz

    2012-01-01

    Conclusões: Transtornos ansiosos foram mais prevalentes em pacientes obesos quando comparados aos pacientes com sobrepeso, alguns transtornos psíquicos associaram-se a obesidade grave e transtornos depressivos foram mais prevalentes em pacientes com circunferência da cintura muito aumentada. Estes resultados reafirmam a importância de considerar a abordagem psiquiátrica no manejo clínico da obesidade

  13. Classificação de pacientes atendidos em uma unidade de hemodinâmica segundo o grau de dependência dos cuidados de enfermagem

    OpenAIRE

    Hammermüller, Aline; Silva, Eneida Rejane Rabelo da; Goldmeier, Sílvia; Azzolin, Karina de Oliveira

    2008-01-01

    Objetivo: Classificar pacientes em uma unidade de hemodinâmica segundo o grau de dependência dos cuidados de enfermagem. Métodos: Estudo transversal, realizado em junho/2005 na hemodinâmica de um hospital universitário. A coleta de dados foi na primeira hora pós-procedimento, com o instrumento de classificação de pacientes de Perroca. Resultados: Dos 164 pacientes, 52% eram do sexo feminino, com média de idade de 60 ± 14,8 anos. O escore médio da classificação foi de 31,9 ± 4,8 pontos, catego...

  14. Insuficiência e deficiência de vitamina D em pacientes portadores de doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Herculano Ferreira Diniz

    2012-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Hipovitaminose D é bem documentada em pacientes portadores de doença renal crônica (DRC. Espera-se níveis inferiores em habitantes de regiões não tropicais em relação aos habitantes de regiões tropicais, pela inferição de uma maior exposição solar e maior produção de vitamina D. OBJETIVO: Analisar os níveis séricos de vitamina D, como 25-hidroxivitamina D - 25(OHD, de 125 pacientes brasileiros portadores de DRC em fase pré-dialítica. MÉTODOS: Foram estudados 125 pacientes (57,4 ± 16,2 anos, 78 brancos e 55,2% homens, com creatinina de 2,67 ± 1,73 mg/dL e o clearance estimado 43,7 ± 34,5 mL/min. O índice de massa corporal era de 27,4 ± 4,7 kg/m² e a circunferência abdominal de 95,0 ± 14,0 cm. O cálcio era de 9,3 ± 0,6 mg/dL, o paratormônio intacto (PTHi 212,6 ± 221,2 pg/mL e a albumina sérica 4,2 ± 0,6 g/dL. A média de 25(OHD era de 23,9 ± 10,7 ng/mL. RESULTADOS: Dos 125 pacientes, 92 (72,6% apresentavam níveis de 25(OHD < 30 ng/mL, sendo que 65 (52% apresentavam insuficiência (15-29 ng/mL; 27 (21,5% apresentavam deficiência (5-14 ng/mL e apenas um paciente apresentava deficiência severa < 5 ng/mL. Não foram observadas diferenças entre os níveis de 25(OHD nos pacientes estratificados quanto ao estágio de DRC. Os níveis de 25(OHD foram maiores nos homens (38,1 ± 20,6 versus 22,4 ± 9,7 ng/ml; p < 0,0001, havendo também uma correlação inversa entre os níveis de 25(OHD e de PTHi, proteinúria e circunferência abdominal, e uma correlação positiva entre 25(OHD e cálcio total e albumina sérica. Na análise multivariada, encontrou-se apenas correlação inversa entre 25(OHD e circunferência abdominal e PTHi. CONCLUSÃO: A despeito de a população do Brasil estar em um clima tropical, a maioria dos pacientes analisados apresentou níveis séricos subótimos de vitamina D, podendo este achado estar relacionado ao desenvolvimento de hiperparatireoidismo.

  15. Efeitos do levosimendan sobre TNF-alfa, PNB e MMP-1 em pacientes com insuficiência cardíaca com anemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mutlu Büyüklü

    2012-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O levosimendan é conhecido pelo seu efeito bilateral de fortalecimento contração das miofibrilas sem aumentar a demanda de oxigênio no miocárdio. A anemia é uma deterioração que causa aumento da dosagem de fármacos em pacientes com insuficiência cardíaca. OBJETIVO: No presente estudo comparamos a eficácia do tratamento com levosimendan em pacientes com insuficiência cardíaca descompensada com ou sem anemia. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 23 pacientes anêmicos com insuficiência cardíaca classe 3 ou 4, segundo a New York Heart Association (NYHA e fração de ejeção abaixo de 35%. Outros 23 pacientes com o mesmo diagnóstico cardíaco, mas sem anemia, serviu como grupo controle. Ao tratamento da insuficiência cardíaca tradicional desses pacientes foi acrescido um tratamento de 24 horas de levosimendan. Amostras foram tomadas para dosar os níveis séricos do fator de necrose tumoral alfa sérico (TNF-alfa, peptídeo natriurético cerebral aminoterminal (NT-proPNB e metaloproteinase da matriz 1 (MMP-1, antes e após a administração. RESULTADOS: Não houve diferença significativa entre os níveis séricos de TNF-alfa e MMP-1, antes e depois do tratamento (p > 0,05. Embora o nível de NT-proBNP tenha diminuído em ambos os grupos após o tratamento, não foi estatisticamente significativo (p = 0,531 e p = 0,913 para os grupos de anemia e de controle, respectivamente. Uma restauração significativa da capacidade funcional foi observada em ambos os grupos avaliados, de acordo com a NYHA (p < 0,001 e p = 0,001 para os grupos de anemia e controle, respectivamente. CONCLUSÃO: O tratamento com levosimendan apresenta efeitos semelhantes em pacientes com insuficiência cardíaca, com anemia e sem anemia. No entanto, o efeito precoce desse tratamento sobre os níveis de TNF-alfa, NT-proPNB e MMP-1 não é evidente. Ele oferece uma melhora significativa na capacidade funcional, sem a influência da anemia.

  16. Fatores preditivos da disfunção sexual em pacientes com diagnóstico de epilepsia

    OpenAIRE

    Vieira, Fábio Cavalcanti de Faria

    2015-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2015. A disfunção erétil é relatada com frequência por pacientes com epilepsia e sua etiologia provavelmente é multifatorial, incluindo anormalidades do sistema endocrinológico, efeitos colaterais de fármacos antiepilépticos, comorbidades psiquiátricas e dificuldades familiares e sociais do paciente. Neste trabalho avaliamos a função er...

  17. Uso de medicamentos, glicemia capilar e índice de massa corpórea em pacientes com diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Flávio Moura de Araújo

    2013-10-01

    Full Text Available Objetivou-se relacionar o uso de medicamentos com a glicemia capilar e o índice de massa corpórea em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Estudo transversal realizado entre janeiro e julho de 2009, nos domicílios de 437 pacientes de doze centros de saúde de Fortaleza-CE. Utilizou-se um formulário para o registro das variáveis sociodemográficas e clinicas, glicemia capilar, índice de massa corpórea e uso de medicamentos. Dos pacientes com glicemia capilar normal, 93% não utilizavam antidepressivos / ansiolíticos (p = 0,02. Aproximadamente 99% dos que apresentavam a glicemia capilar elevada não utilizavam cálcio diariamente (p = 0,04. Entre aqueles com índice de massa corpórea normal, 45,5% tomavam diariamente anti-hipertensivos da classe inibidor da ECA (p = 0,03. O uso diário de drogas inibidoras da ECA, antidepressivos / ansiolíticos e cálcio apresentou associação com a glicemia capilar e o índice de massa corpórea, respectivamente. É importante que o enfermeiro avalie o peso corporal e a glicemia capilar dos pacientes com diabetes, em particular daqueles que fazem uso contínuo de medicamentos.

  18. Opportunistic infections in patients with aids admitted to an university hospital of the Southeast of Brazil Infecções oportunistas em pacientes com aids internados em um hospital universitário do sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vandack Nobre

    2003-04-01

    Full Text Available Opportunistic diseases in HIV-infected patients have changed since the introduction of highly active anti-retroviral therapy (HAART. This study aims at evaluating the frequency of associated diseases in patients with AIDS admitted to an university hospital of Brazil, before and after HAART. The medical records of 342 HIV-infected patients were reviewed and divided into two groups: group 1 comprised 247 patients before HAART and, group 2, 95 patients after HAART. The male-to-female rate dropped from 5:1 to 2:1for HIV infection. There was an increase in the prevalence of tuberculosis and toxoplasmosis, with a decrease in Kaposi's sarcoma, histoplasmosis and cryptococcosis. A reduction of in-hospital mortality (42.0% vs. 16.9%; p = 0.00002 has also occurred. An agreement between the main clinical diagnoses and autopsy findings was observed in 10 out of 20 cases (50%. Two patients with disseminated schistosomiasis and 2 with paracoccidioidomycosis are reported. Overall, except for cerebral toxoplasmosis, it has been noticed a smaller proportion of opportunistic conditions related to severe immunosuppression in the post HAART group. There was also a significant reduction in the in-hospital mortality, possibly reflecting improvement in the treatment of the HIV infection.O espectro das doenças oportunistas em pacientes com aids vem se modificando desde a introdução da terapia antiretroviral altamente eficaz (HAART. O objetivo deste estudo é o de avaliar o perfil das afecções oportunistas em pacientes com aids internados em um hospital universitário do Brasil, comparando os períodos pré e pós-utilização da terapia HAART. Para tanto, revisaram-se os prontuários médicos de 342 pacientes infectados pelo HIV, dividindo-os em dois grupos: grupo 1, composto de 247 pacientes pré-HAART e grupo 2, composto de 95 pacientes pós-HAART. A relação homem-mulher caiu de 5:1 para 2:1. Houve aumento da prevalência da tuberculose e da toxoplasmose, com

  19. Estudo das vias biliares extrahepáticas em pacientes portadores de "megas" chagásieos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Donald Huggins

    1972-06-01

    Full Text Available Em 22 pacientes internados no Hospital das Clinicas da F. M. U. F. Pe e portadores de "megas" chagásicos. cuja etiologia foi comprovada através de pesquisas epidemiológicas, clínicas e laboratoriais, realizamos a colecisto-colangiografia intravenosa. Verificamos em 21 enfermos a vesícula e o colédoco com topografia, morfologia e dmãmica normais. Em apenas um doente encontramos a vesícula bastante aumentada de volume e o coledoco de calibre dilatado, sem imagem de cálculo no seu interior. O tempo de esvaziamento colédoco-duodeno muito prolongado, sugeriu alterações motoras.

  20. Micronutrientes antioxidantes e risco cardiovascular em pacientes com diabetes: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Aguiar Sarmento

    2013-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Associações inversas entre a ingestão de micronutrientes e desfechos cardiovasculares foram demonstradas previamente na população geral. OBJETIVO: Revisar sistematicamente o papel de micronutrientes no desenvolvimento/presença de desfechos cardiovasculares em pacientes com diabetes. MÉTODOS: Foi realizada uma busca nas bases de dados Medline, Embase e Scopus (Janeiro/1949-Março/2012 por estudos observacionais que avaliaram micronutrientes antioxidantes e desfechos cardiovasculares em pacientes com diabetes e, em seguida, os dados foram selecionados e extraídos (dois revisores independentes. RESULTADOS: Dos 15658 estudos identificados, cinco foram incluídos, sendo três de caso-controle e dois de coorte, com um acompanhamento de 7-15 anos. Uma metanálise não foi realizada devido aos diferentes micronutrientes antioxidantes (tipos e métodos de medição e os desfechos avaliados. Os micronutrientes avaliados foram: vitamina C (dieta e/ou suplementação, cromo e selênio em amostras de unha, e α-tocoferol e zinco no soro. A ingestão de > 300 mg de vitamina C a partir de uplementos esteve associada a um risco aumentado de doença cardiovascular, doença arterial coronariana (DAC e acidente vascular cerebral (RR 1,69-2,37. Altos níveis de α-tocoferol no soro foram associados a um risco 30% inferior de DAC em outro estudo (RR 0,71, IC 95% 0,53-0,94. Entre os minerais (zinco, selênio e cromo, foi observada uma associação inversa entre o zinco e a DAC: níveis inferiores a 14,1 μmol/L foram associados a um risco aumentado para DAC (RR 1,70, IC 95% 1,21-2,38. CONCLUSÃO: A informação disponível sobre essa questão é escassa. Estudos prospectivos adicionais são necessários para elucidar o papel desses nutrientes no risco cardiovascular de pacientes com diabetes.

  1. Evaluation of nutritional status of nonhospitalized patients with liver cirrhosis Avaliação em ambulatório do estado nutricional em pacientes com cirrose hepática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Carvalho

    2006-12-01

    high prevalence of protein-calorie malnutrition occurring early in the natural history of the disease and accompanying functional hepatic deterioration. In addition, attention should be paid to the different gender patterns of response to protein-calorie malnutrition in these patients.RACIONAL: A desnutrição calórica e protéica é achado freqüente em pacientes com doença hepática. Poucas investigações da desnutrição calórica e protéica têm sido realizadas em pacientes atendidos em ambulatório OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional de pacientes com cirrose hepática (alcoolistas e não-alcoolistas, atendidos na primeira consulta em ambulatório de referência para doenças hepáticas. PACIENTES E MÉTODOS: Trezentos pacientes consecutivamente atendidos pela primeira vez em ambulatório de doenças hepáticas foram incluídos neste estudo. Os mesmos foram submetidos a avaliação nutricional que constou de antropometria: dobra cutânea do tríceps, circunferência do braço e circunferência muscular do braço, e bioquímica: índice creatinina/altura, albumina sérica e contagem total de linfócitos. O diagnóstico do estado nutricional foi baseado pelo escore de desnutrição calórica e protéica proposto por Mendenhall e colaboradores e a ingestão alimentar por recordatório de 24 h RESULTADOS: Setenta e um porcento dos pacientes cirróticos estudados foram de causa alcoólica e 29% não-alcoólica. Independentemente da causa, a prevalência de desnutrição calórica e protéica foi de 75,3%, sendo que 38.3% deles já a apresentavam moderada e grave. Os pacientes com desnutrição calórica e protéica moderada e grave apresentavam pior ingestão de proteína e energia. A prevalência de moderada e grave foi mais elevada nos pacientes classificados como Child-Pugh C do que nos pacientes classificados como Child-Pugh A (21% x 58%, respectivamente. Em função das variáveis sexo e causa, as reservas de gordura, avaliadas pela dobra cutânea do tr

  2. Satisfação do paciente em uma unidade de gastroenterologia Satisfacción del paciente en una unidad de gastroenterología Patient satisfaction in a gastroenterology unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Hespanhol Dorigan

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a satisfação do paciente com os cuidados de enfermagem recebidos e verificar se existem diferenças em relação às variáveis do estudo. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo de abordagem quantitativa, uma amostra convencional de 63 pacientes, realizado na unidade de gastroenterologia de um hospital de ensino do interior do Estado de São Paulo. Para a coleta de dados, utilizou-se o Instrumento de Satisfação do Paciente (ISP. RESULTADOS: Os pacientes relataram alto nível de satisfação para todos os itens e domínios do ISP, resultando em consistência interna satisfatória em todos os domínios. As variáveis sexo, nível de escolaridade e tempo de permanência na unidade influenciaram positivamente a satisfação do paciente. CONCLUSÃO: Destaca-se a importância de se conhecer a satisfação do paciente com os cuidados de enfermagem, o que possibilita ao enfermeiro avaliar e planejar a assistência no sentido de atender as necessidades da clientela atendida.OBJETIVOS: Evaluar la satisfacción del paciente con los cuidados de enfermería recibidos, y verificar si existen diferencias en relación a las variables del estudio. MÉTODOS: Se trata de un estudio descriptivo de abordaje cuantitativo con una muestra convencional de 63 pacientes, realizado en la unidad de gastroenterología de un hospital de enseñanza, en el interior del estado de Sao Paulo. Para la recolección de datos, se utilizó el Instrumento de Satisfacción del Paciente (ISP. RESULTADOS: Los pacientes relataron alto nivel de satisfacción para todos los ítems y dominios del ISP, resultando en una consistencia interna satisfactoria en todos los dominios. Las variables: género, nivel de escolaridad y tiempo de permanencia en la unidad, influyeron positivamente la satisfacción del paciente. CONCLUSIÓN: Se destaca la importancia de conocer la satisfacción del paciente con los cuidados de enfermería, lo que posibilita, al enfermero, evaluar y

  3. Cinesioterapia previne ombro doloroso em pacientes hemiplégicos/paréticos na fase sub-aguda do acidente vascular encefálico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Horn Agnes Irna

    2003-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Ombro doloroso é freqüente em pacientes com hemiplegia/hemiparesia (H/P por acidente vascular encefálico (AVE, dificultando a recuperação neuromotora gerando incapacidade funcional. OBJETIVO: Estudar tratamento fisioterapêutico para a prevenção da dor no ombro com H/P em pacientes com AVE na fase sub-aguda, e analisar desfechos secundários (força muscular do ombro acometido e movimentos funcionais ativos básicos. MÉTODO: Estudaram-se 21 pacientes (12 homens, 9 mulheres; idades 26 a 87 anos com H/P. O tratamento fisioterapêutico consistiu de 30 minutos diários de cinesioterapia, desde as 48 horas após o AVE até a alta hospitalar. Os pacientes foram avaliados antes e após o tratamento em relação à presença ou ausência de dor no ombro H/P, à força dos diversos grupos musculares do ombro e quanto aos movimentos funcionais de transferência e manutenção postural básica. RESULTADOS: Nenhum paciente apresentava dor no ombro H/P na alta (p<0,001. A força muscular aumentou significativamente em relação à elevação, protusão, abdução e flexão do ombro (p<0,001. Houve melhora dos movimentos funcionais: decúbito dorsal para lateral, decúbito lateral para sentado e manter-se sentado (p<0,001. CONCLUSÃO: A cinesioterapia na fase aguda do AVE preveniu a dor no ombro H/P e favoreceu a recuperação motora.

  4. O efeito da hidroterapia na dor, qualidade de vida e funcionalidade em pacientes com fibromialgia

    OpenAIRE

    Rocha, Virgílio

    2016-01-01

    Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciado em Fisioterapia Objetivo: Sistematizar a evidência científica existente sobre o papel do efeito da Hidroterapia na Dor, Qualidade de Vida e Funcionalidade em pacientes com Fibromialgia Métodos: Estudo de revisão incluindo estudos randomizados controlados, pesquisados nas bases de dados PubMed, EBSCO, PEDro e Web of Science, com doentes com fibromialgia, cujo tipo de...

  5. Prevenindo pneumonia nosocomial: cuidados da equipe de saúde ao paciente em ventilação mecânica invasiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izaura Luzia Silvério Freire

    2006-12-01

    Full Text Available Estudo exploratório e descritivo de abordagem quantitativa, realizado na Urgência e UTI, com vistas a identificar os cuidados prestados pelos profissionais e a associação entre a VM e o aparecimento de pneumonia. A população foi de 68 profissionais. Dos 38 pacientes intubados, 17 foram a óbito e 4 extubados antes de completarem 48 horas; 13 tiveram diagnóstico de PAVM, 4 com 72 horas e 9 após esse período. Feito cultura de secreção traqueal em 10 pacientes cuja etiologia mais freqüente foi a Pseudomonas aureus. Quanto aos cuidados realizados antes da VM nos ventiladores mecânicos, circuitos respiratórios e umidificadores, em 25 não foram realizadas a limpeza e desinfecção; 21 foram montados sem técnica asséptica; no momento da instalação o ventilador foi testado 26 vezes com pulmão não estéril; o condensado, presente em 87 vezes foi descartado em 70; 52 vezes os profissionais não lavaram as mãos após esse procedimento; em 11 das 17 intubações, o médico não lavou as mãos antes; nenhum utilizou EPI; das 313 aspirações, em 249 as mãos não foram lavadas antes; das 176 dietas introduzidas, em 141 vezes não houve interrupção durante a aspiração; 232 vezes o soro fisiológico estava estéril; em menos da metade, as mãos foram lavadas após; a fisioterapia respiratória foi realizada 70 vezes e desses, em 45, os profissionais não realizaram lavagem prévia das mãos; 33 não interromperam a dieta. Predominou a mudança de decúbito no horário da manhã. Concluímos que dos 17 pacientes que permaneceram no estudo, 13 tiveram diagnóstico de PAVM entre 48 e após 72 horas de uso da VM e os dados obtidos nas observações estruturadas sinalizam para o risco desses pacientes terem PAVM.

  6. Relacao entre o nivel de atividade fisica estimado pelo Baltimore Activity Scale for Intermittent Claudication e a pedometria em pacientes com claudicacao intermitente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pollianny Ramos Lopes

    2013-09-01

    Full Text Available CONTEXTO: Os pacientes com claudicação intermitente apresentam níveis reduzidos de atividade física. A Baltimore Activity Scale for Intermittent Claudication (BASIC foi validada para quantificar o nível de atividade física destes pacientes. No entanto, esta validação se baseou em apenas dois dias de monitoramento com acelerômetros, de modo que ainda permanece incerto se a BASIC fornece informações sobre os níveis de atividade física semanal. OBJETIVO: Analisar a correlação entre o nível de atividade física estimada pela BASIC e o nível obtido pelo pedômetro em uma semana, em pacientes com claudicação intermitente. MÉTODOS: Foram estudados 150 pacientes com claudicação intermitente, com idade entre 30 e 80 anos. Foram obtidos os dados sociodemográficos e verificada a presença de comorbidades e de fatores de risco cardiovascular, e a BASIC. O pedômetro foi utilizado por sete dias consecutivos, sendo a análise feita em três diferentes períodos de monitorização (todos os dias, dias da semana e do fim de semana. RESULTADOS: Foi observada correlação entre a BASIC e a média de passos de todos os dias (rho=0,343; p<0,001, dos dias de semana (rho=0,336; p<0,001 e dos dias do final de semana (rho=0,317; p<0,001. CONCLUSÃO: Em pacientes com claudicação intermitente, o nível de atividade física estimado pela BASIC se correlaciona com o nível de atividade física semanal.

  7. Cultura e clima organizacional para segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaiana Helena Roma Santiago

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Avaliar a percepção dos profissionais de saúde sobre o clima e a cultura de segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva (UTI e a relação entre os instrumentos Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC e o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ. Método Estudo transversal realizado em hospital de ensino no interior do estado de São Paulo, Brasil, em março/abril de 2014. Aplicaram-se o HSOPSC, o SAQ e um instrumento para levantamento das informações sociodemográficas e profissionais aos funcionários das UTI adulto, pediátrica e neonatal. A análise utilizou a estatística descritiva. Resultados As escalas apresentaram boa confiabilidade. Maiores fragilidades para a segurança do paciente foram observadas nos domínios “condições de trabalho” e “percepções da gerência” do SAQ e “resposta não punitiva aos erros” do HSOPSC. As fortalezas no SAQ foram o “clima de trabalho em equipe” e a “satisfação no trabalho” e para o HSOPSC “expectativas e ações de promoção de segurança supervisores/gerentes” e “aprendizado organizacional e melhoria mútua”. Na UTI Neonatal houve maior satisfação no trabalho do que nas demais UTI. A UTI Adulto apresentou menores pontuações para a maioria dos domínios do SAQ e HSOPSC. A correlação entre as escalas foi de força moderada (r=0,66. Conclusão Há diferenças de percepções quanto à segurança do paciente entre as UTI, o que corrobora com a existência de microculturas locais. O estudo não demonstra que o SAQ e o HSOPSC sejam equivalentes.

  8. Força máxima da língua em pacientes com bruxismo

    OpenAIRE

    Lis Meirelles

    2014-01-01

    Resumo: O bruxismo é assunto de intensa investigação na área odontológica e está correlacionado a fatores emocionais e a eventos de estresse experimentado pelos indivíduos. Uma vez que o hábito de ranger de dentes pode levar a edentações na língua, este estudo avaliou a força da língua em pacientes bruxistas antes e após a terapia por meio de placas oclusais estabilizadoras. Para tanto, voluntários foram selecionados na Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP e separados em dois grup...

  9. Avaliação da resposta imune celular em pacientes com candidíase recorrente

    OpenAIRE

    Carvalho,Lucas P.; Bacellar,Olívia; Neves,Nilma A.; Carvalho,Edgar M.; Jesus,Amélia R. de

    2003-01-01

    A candidíase recorrente cutânea ou mucosa é caracterizada pela ocorrência de, no mínimo, 4 episódios de candidíase no período de um ano. Não são conhecidos os fatores que levam à recorrência desta infecção. O presente estudo avaliou a resposta linfoproliferativa e a produção de IFN-g de pacientes com candidíase recorrente. Os índices de estimulação da resposta linfoproliferativa em culturas de células de pacientes com candidíase recorrente estimuladas com antígeno de Candida albicans, PPD e T...

  10. Avaliação da resposta imune celular em pacientes com candidíase recorrente

    OpenAIRE

    Carvalho, Lucas Pedreira de; Bacellar, Maria Olívia Amado Ramos; Neves, Nilma Antas; Carvalho Filho, Edgar Marcelino de; Jesus, Amélia R. de

    2003-01-01

    p. 571-576 A candidíase recorrente cutânea ou mucosa é caracterizada pela ocorrência de, no mínimo, 4 episódios de candidíase no período de um ano. Não são conhecidos os fatores que levam à recorrência desta infecção. O presente estudo avaliou a resposta linfoproliferativa e a produção de IFN-g de pacientes com candidíase recorrente. Os índices de estimulação da resposta linfoproliferativa em culturas de células de pacientes com candidíase recorrente estimuladas com antígeno de Candida alb...

  11. Alterações morfológicas em traquéias de pacientes intubados em função do tempo de intubação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barbosa Pedro Marco Karan

    2003-01-01

    Full Text Available Este é um estudo, de caráter analítico-descritivo, que teve como objetivo descrever as alterações morfológicas da traquéia de pacientes intubados com cânulas de alto volume residual e baixa pressão no "cuff", mantidos em ventilação mecânica com pressão intra -"cuff" menor que a capilar da traquéia (20 a 30 mmHg, em função do tempo de intubação. A população constou de 23 pacientes adultos, internados em uma UTI, intubados por períodos entre 27 a 317 horas, e que foram a óbito, necessitando de necropsia para identificação da causa mortis. As alterações encontradas limitaram-se apenas à mucosa da traquéia, atingindo somente o epitélio de revestimento e a lâmina própria, e o tempo de intubação foi um fator determinante do agravamento das lesões na parede traqueal.

  12. Perfil nutricional de pacientes adultos e idosos admitidos em um hospital universitário = Nutritional status of adults and elderly patients admitted in an university hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Crestani, Nathálie

    2011-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar o perfil nutricional de pacientes adultos e idosos admitidos em um hospital universitário. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo e descritivo. Foram utilizados para avaliação nutricional o Índice de Massa Corporal (IMC e a Avaliação Subjetiva Global (ASG, que classifica o paciente em três categorias: bem nutrido (A, moderadamente ou suspeita de ser desnutrido (B ou gravemente desnutrido (C. Os dados (ASG, IMC e condição primária foram coletados a partir de informações dos formulários de avaliação nutricional preenchidos na rotina assistencial, aplicados em até setenta e duas horas após a interação do paciente. Esse estudo foi aprovado pela Comissão Científica e pelo Comitê de Ética em Pesquisa da PUCRS. Resultados: O estudo incluiu 32 adultos e 36 idosos (n=68. Em relação à ASG, 46,9% dos adultos foram classificados na categoria A e 53,1% na categoria B. Entre os idosos, 25% foram classificados na categoria A e 75% na categoria B. O IMC apontou 37,5% dos adultos como eutróficos e 62,5% como sobrepeso e/ou obesidade; os idosos apresentaram 50% de eutrofia, 36,1% de sobrepeso e 13,9% de baixo peso. Conclusão: O perfil nutricional dos pacientes estudados foi caracterizado pela alta prevalência de risco nutricional e sobrepeso/obesidade concomitantes nos dois grupos estudados. Esta realidade parece traduzir, em nível hospitalar, a situação de transição nutricional vivida em nosso país na atualidade. Os resultados evidenciam a importância da utilização de mais de um método de triagem nutricional em pacientes internados em unidades hospitalares, para obter-se maior precisão na avaliação

  13. Avaliação audiométrica de pacientes em tratamento para tuberculose pulmonar Audiometric evaluation of patients treated for pulmonary tuberculosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Anacleto de Vasconcelos

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a condição auditiva de uma população em tratamento para tuberculose pulmonar em dois hospitais de referência no Brasil. MÉTODOS: Estudo descritivo envolvendo 97 pacientes de ambos os sexos, com idade entre 18 anos e 60 anos, que estivessem em tratamento para tuberculose pulmonar ativa, internados ou em acompanhamento ambulatorial em dois hospitais de referência no estado do Rio de Janeiro. Os participantes foram entrevistados e realizaram audiometria tonal liminar. RESULTADOS: Na população estudada, 65 pacientes (67% eram homens, 52 (54% estavam em tratamento de primeira linha e 45 (46% estavam em tratamento de segunda linha, o qual incluía aminoglicosídeos. Tabagismo, uso de bebidas alcoólicas, exposição a ruído e uso de medicamentos ototóxicos foram identificados respectivamente em 65 (67%, 51 (53%, 53 (55% e 45 (46,4% pacientes. As queixas auditivas e vestibulares mais frequentemente mencionadas foram tontura, em 28 (28,8%; zumbido, em 27 (27,8%; e hipoacusia, em 23 (23,7%. CONCLUSÕES: Devido ao elevado número de casos de perda auditiva encontrado neste estudo, recomenda-se que todos os pacientes em tratamento para tuberculose sejam submetidos a monitoramento auditivo.OBJECTIVE: To evaluate the hearing status of patients being treated for pulmonary tuberculosis at referral hospitals in Brazil. Methods: This was a descriptive study involving 97 male and female inpatients/outpatients between 18 and 60 years of age who were undergoing treatment for active pulmonary tuberculosis at one of two referral hospitals in the state of Rio de Janeiro. After being interviewed, all of the patients underwent pure tone audiometry. Results: Of the 97 patients studied, 65 (67% were male, 52 (54% were receiving first-line treatment, and 45 (46% were receiving second-line treatment, which included aminoglycosides. Smoking, alcohol consumption, exposure to noise, and ototoxic medication use were identified in 65 (67%, 51 (53

  14. Suplementação oral com picolinato de cromo em pacientes com diabetes tipo 2: um ensaio clínico randomizado

    OpenAIRE

    Paiva, Ana Nunes

    2015-01-01

    Diante da importância do papel do cromo no mecanismo da sensibilidade à insulina tem sido estudada a suplementação com este mineral em pacientes diabéticos. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da suplementação oral com picolinato de cromo (PicCr) nas concentrações glicêmicas, lipidêmicas, perfil antioxidante e parâmetros antropométricos em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (DM2) mal controlados(hemoglobina glicada A1c (HbA1c) ≥ 7%). Para tanto, foi conduzido um ensaio clí...

  15. MANIFESTAÇÕES PSICOLÓGICAS DE FAMILIARES COM PACIENTES EM MORTE ENCEFÁLICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Carneiro Torres

    2014-02-01

    Full Text Available Este estudo originou-se a partir de uma monografia aprovada para graduação de curso de psicologia. Apresenta como objetivo compreender as manifestações psicológicas de familiares com paciente em Morte Encefálica (ME, identificando as possíveis intervenções psicológicas nas diferentes fases vivenciadas: notícia do quadro clínico, verificação de ME, diagnóstico de ME e processo de doação de órgãos. Trata-se de uma revisão bibliográfica de artigos científicos referentes aos últimos dez anos, utilizando como referencial teórico, para análise das manifestações psicológicas, literatura acerca do Luto e da Abordagem Sistêmica Familiar, além de legislação referente ao tema. Nos resultados, foram identificados que os familiares apresentam vivências peculiares que podem repercutir no processo de luto, como a preocupação com o prognóstico do paciente na internação, a incompreensão da possibilidade e do diagnóstico da ME, podendo apresentar uma experiência de perda ambígua e dificuldade de vivência de reações de luto na abordagem para doação de órgãos, devido o tempo restrito para decisão. Dessa forma, conclui-se que é imprescindível o acompanhamento psicológico aos familiares do paciente em Morte Encefálica durante todo o processo.

  16. Movement disorders in 28 HIV-infected patients Distúrbios do movimento em 28 pacientes infectados pelo HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James Pitágoras de Mattos

    2002-09-01

    Full Text Available From 1986 to 1999, 2460 HIV-positive inpatients were seen in our Hospital. Neurological abnormalities were detected in 1053 (42.8% patients. In this group, 28 (2.7% had involuntary movements, 14 (50% with secondary parkinsonism, six (21.4% with hemichorea/hemiballismus, four (14.2% with myoclonus, two (7.2% with painful legs and moving toes, one (3.6% with hemidystonia and one (3.6% with Holmes' tremor. The HIV itself (12 patients, toxoplasmosis of the midbrain (1 and metoclopramide-related symptoms (1 were the most probable causes for the parkinsonism. All patients with hemichorea/hemiballismus were men and in all of them toxoplasmosis of the basal ganglia, mostly on the right side, was the cause of the involuntary movements. Generalized myoclonus was seen in two patients and they were due to toxoplasmosis and HIV-encephalopathy respectively; two others presented with spinal myoclonus. The two patients with painful legs and moving toes had an axonal neuropathy. The patient with hemidystonia suffered from toxoplasmosis in the basal ganglia and the patient with Holmes' tremor had co-infection with tuberculosis and toxoplasmosis affecting the midbrain and cerebellum. We conclude that HIV-infected patients can present almost any movement disorder. They can be related to opportunistic infections, medications, mass lesions and possibly to a direct or indirect effect of the HIV itself.De 1986 a 1999, 2460 pacientes HIV-positivos internados foram avaliados em nosso Hospital. Alterações neurológicas foram encontradas em 1053 (42,8%. Neste grupo, 28 (2,7% exibiam movimentos involuntários, 14 (50% com parkinsonismo secundário, seis (21,4% com hemicoréia/hemiballismo, quatro (14,2% com mioclonias, dois (7,2% com painful legs and moving toes, um (3,6% com hemidistonia e um (3,6% com tremor de Holmes. No grupo com parkinsonismo, 12 eram, provavelmente, secundários ao HIV; um à toxoplasmose mesencefálica e outro desencadeado pela metoclopramida

  17. Anestesia venosa total para timectomia em paciente com Miastenia Gravis: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rezer Gabrielle

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Pacientes com doenças neuromusculares, como Miastenia Gravis, respondem de maneira anormal aos anestésicos, conforme a técnica e as drogas administradas. O objetivo deste relato é mostrar um caso de paciente portadora de Miastenia Gravis, submetida a timectomia sob anestesia venosa total com propofol e remifentanil. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 52 anos, 72 kg, com história de Miastenia Gravis submetida a timectomia transesternal, sob anestesia venosa total, com o uso de propofol em infusão alvo controlada (3 g.ml-1 e remifentanil contínuo (0,3 µg.kg-1.min-1. Para a intubação traqueal foi utilizada succinilcolina (50 mg, sendo realizada sem dificuldade. Com a finalidade de realizar a analgesia pós-operatória, foram utilizados tramadol (50 mg, cetoprofeno (100 mg e dipirona (1 g, no per-operatório. Após a cirurgia, a infusão de propofol e remifentanil foi encerrada e, 15 minutos depois, a paciente foi extubada. A paciente apresentava-se eupnéica, acordada, sem dor, movimentando membros, com freqüência respiratória de 14 mpm e mantendo saturação de oxigênio de 97%. Permaneceu com cateter nasal de O2 a 2 L.min-1 na UTI intermediária, durante 36 horas, e recebeu alta hospitalar no 4º dia do pós-operatório. CONCLUSÕES: A anestesia venosa total, com agentes anestésicos de curta duração e sem metabólitos ativos, favoreceu a recuperação e a extubação precoce da paciente

  18. Streptococcus mutans in denture stomatitis patients under antifungal therapy = Streptococcus mutans em pacientes com estomatite protética submetidos à terapia antifúngica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vasconcelos, Laurylene César de S.

    2010-01-01

    Full Text Available Objetivo: Verificar o número de Streptococcus mutans em saliva de pacientes com estomatite protética antes e após a terapia antifúngica. Metodologia: Após exame clínico de 93 pacientes, 47 foram selecionados para exame micológico e desta amostra foram selecionados trinta pacientes: 15 com diagnóstico positivo e 15 com diagnóstico negativo de candidose foram avaliados para contagem de S. mutans, determinação de fluxo salivar e capacidade tampão. Higiene bucal e da prótese, tempo de confecção, tipo de lesão e dados salivares foram relacionados com características clínicas e laboratoriais de Candida. Resultados: As lesões frequentes foram dos tipos I (43,5% e II (53,5%. A quantidade de S. mutans foi seis vezes maior em pacientes com candidose e foi associada com baixo fluxo salivar e higiene oral deficiente. Após a terapia, a redução de S. mutans foi verificada particularmente em pacientes com fluxo salivar normal. Os valores variaram de 0,01 a 3,88 UFC/ml x 104. Conclusão: Os dados sugerem que os Streptococcus colaboram com Candida spp na etiopatogenia da estomatite protética. O uso de agentes antimicrobianos orais pode propiciar efeito benéfico para pacientes com estomatite protética submetidos à terapia antifúngica e que apresentam higiene oral deficiente e parâmetros salivares desfavoráveis

  19. Efeitos da sondagem nasogástrica em pacientes com acidente cerebrovascular e disfagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tahissa Frota Cavalcante

    2014-10-01

    Full Text Available O estudo teve por objetivo analisar os efeitos da sondagem gástrica em pacientes com acidente vascular cerebral e disfagia. Revisão sistemática da literatura, realizada em seis bases de dados, com os descritores stroke e intubation, gastrointestinal. Foram encontrados 120 estudos e selecionados três ensaios clínicos. Os resultados apontaram diferentes desfechos, entre os quais: aumento do nível sérico de albumina (gastrostomia, prognóstico ruim e risco de morte (gastrostomia, aumento das falhas no tratamento devido a bloqueio, deslocamento e reinserção da sonda nasogástrica, e aumento da incidência de hemorragia gastrointestinal (sonda nasogástrica. A partir dos resultados obtidos nesta revisão sistemática, ressaltam-se as seguintes evidências: a sondagem nasogástrica deve ser adotada precocemente como um método de alimentação enteral; as falhas do tratamento são mais comuns naqueles que utilizam a sonda nasogástrica como método de alimentação; os resultados relacionados à melhora do estado funcional dos pacientes foram semelhantes, independente do método de terapia nutricional empregado.

  20. Esquema de Desamparo em Paciente com Dor Crônica e Sintomas Depressivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisangela Ferreira Santana

    2015-12-01

    Full Text Available A fibromialgia caracteriza-se por dor generalizada e crônica, de modo geral, associada à incapacidade funcional e quadros depressivos. Por suas repercussões, esta síndrome dolorosa pode ativar e/ou potencializar esquemas de desamparo e desvalor, o que por sua vez pode contribuir para o surgimento de sintomas depressivos. Neste artigo, analisa-se o processo de manejo da dor por meio da identificação de crenças de incapacidade e da alteração de humor numa paciente com dor crônica e sintomas depressivos. Para tanto, são descritas as estratégias e técnicas utilizadas em seu processo terapêutico, realizado em 13 sessões, que teve como embasamento a terapia cognitiva. Além disto, apresenta-se a conceituação cognitiva referente ao esquema de desamparo da paciente. Embora Laura não tenha apresentado mudanças significativas na percepção álgica, os sintomas depressivos tiveram uma remissão importante, o que contribuiu para aquisição de comportamentos mais funcionais para manejo da dor, como solicitar ajuda e evitar o esforço físico.

  1. Disfunção tireoidiana e conduta dos cardiologistas em pacientes usando amiodarona Thyroid dysfunction and cardiological management in patients receiving amiodarone

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Gabriela Fuks

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência de disfunção tireoidiana em pacientes usando amiodarona e os possíveis fatores associados. Verificar através de questionário aplicado a cardiologistas, a importância do fármaco causar alterações na função tireoidiana. MÉTODO: Avaliados 56 pacientes em uso crônico (> 3 meses de amiodarona com dosagens séricas de TSH, T4 livre, T3 total e Anti-TPO e definidos como portadores de disfunção tireoidiana (DT pacientes com TSH alterado. RESULTADOS: A prevalência de disfunção tireoidiana foi de 33,9%. Não houve diferença entre este grupo e os pacientes sem disfunção, exceto em relação à prevalência de anti-TPO positivo maior nos pacientes com DT (p=0,02. Hipotireoidismo subclínico foi diagnosticado em 10 (17,9% pacientes e hipotireoidismo clínico em 6 (10,7%. A prevalência de hipertireoidismo subclínico foi de 3,6% e de hipertireoidismo clínico de 1,8%. Anticorpos anti-TPO foram positivos em 5 (8% pacientes (dos quais 4 apresentavam disfunção. Quando comparados aos doentes sem anti-TPO positivo este grupo teve maior prevalência de disfunção (80% vs 29,4%; p=0,04. Verificado que apenas 49,2% dos cardiologistas faziam acompanhamento da função tireoidiana rotineiramente e a prevalência de disfunção referida na experiência da maioria era de 1 a 10%. CONCLUSÃO: A prevalência de disfunção tireoidiana na nossa população foi elevada, mostrando a necessidade de implementação de uma rotina laboratorial. Houve grande divergência entre os cardiologistas em relação ao tipo de acompanhamento utilizado nos pacientes em uso de amiodarona.OBJECTIVE: To determine the prevalence of thyroid dysfunction in patients receiving amiodarone, and the possible associated factors. The study also aimed at assessing the effect of amiodarone on thyroid function through the application of a questionnaire to cardiologists. METHOD: Fifty-six patients chronically (> 3 months receiving amiodarone were

  2. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011, além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos anos em vários países do mundo. No sistema digestório, é conhecida a ocorrência de complicações do diabetes melito, entre elas os sintomas gastrointestinais (náuseas, vômitos, dor abdominal, azia, disfagia, constipação, diarreia e incontinência fecal. A patogênese das alterações das funções gastrointestinais no diabetes melito está ainda sob investigação, e o papel do sistema nervoso entérico e seus neurotransmissores tem ganhado significância. Em decorrência do comprometimento do sistema digestório, com danos ao sistema nervoso entérico, portadores do diabetes melito podem apresentar quadros específicos de distúrbios de motilidade, alguns de grande relevância clínica, como gastroparesia diabética, constipação e diarreia. A disfunção deste sistema contribui para aumentar a morbidade desta doença e piora a qualidade de vida de seus portadores. CONCLUSÕES: O diabetes melito, ao longo dos anos, afeta o sistema digestório. Por ser uma condição que piora a qualidade de vida dos portadores e também pode indicar complicação da doença, deve ser valorizada no acompanhamento e tratamento do paciente com diabetes melito. Na infância e na adolescência, ainda existem poucos estudos que abordam o problema.

  3. Vacinação contra febre amarela em pacientes com diagnósticos de doenças reumáticas, em uso de imunossupressores Vaccination against yellow fever among patients on immunosuppressors with diagnoses of rheumatic diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Licia Maria Henrique da Mota

    2009-02-01

    Full Text Available A febre amarela é endêmica em alguns países. A vacina, único modo eficaz de proteção, é contra-indicada em pacientes imunocomprometidos. Nosso objetivo é relatar uma série de casos de pacientes reumatológicos, usuários de imunossupressores, vacinados contra a doença. Foi feito um estudo retrospectivo, por meio de questionário aplicado em pacientes reumatológicos medicados com imunossupressores, vacinados 60 dias antes da investigação. Foram avaliados 70 pacientes, com idade média de 46 anos, 90% mulheres, portadores de artrite reumatóide (54, lupus eritematoso sistêmico (11, espondiloartropatias (5 e esclerose sistêmica (2. Os esquemas terapêuticos incluíam metotrexato (42, corticoesteróides (22, sulfassalazina (26, leflunomida (18, ciclofosfamida (3 e imunobiológicos (9. Dezesseis (22,5% pacientes relataram efeitos adversos menores. Dentre os 8 pacientes, em uso de imunobiológicos, apenas um apresentou efeito adverso, leve. Entre pacientes em uso de imunussopressores, reações adversas não foram mais freqüentes do que em imunocompetentes. Este é o primeiro estudo sobre o tema.Yellow fever is endemic in some countries. The anti-yellow fever vaccine is the only effective means of protection but is contraindicated for immunocompromised patients. The aim of this paper was to report on a case series of rheumatological patients who were using immunosuppressors and were vaccinated against this disease. This was a retrospective study by means of a questionnaire applied to these patients, who were vaccinated 60 days before the investigation. Seventy patients of mean age 46 years were evaluated. Most of them were female (90%. There were cases of rheumatoid arthritis (54, systemic lupus erythematosus (11, spondyloarthropathy (5 and systemic sclerosis (2. The therapeutic schemes included methotrexate (42, corticosteroids (22, sulfasalazine (26, leflunomide (18, cyclophosphamide (3 and immunobiological agents (9. Sixteen

  4. Efeito protetor do benznidazol contra a reativação parasitária em pacientes cronicamente infectados pelo Trypanosoma cruzi e tratados com corticóide em virtude de afecções associadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rassi Anis

    1999-01-01

    Full Text Available Pacientes na fase crônica da doença de Chagas foram tratados com corticóide em virtude de afecções associadas e, a fim de tentar coibir reativação da infecção pelo Trypanosoma cruzi, houve administração do benznidazol, iniciada concomitantemente em um grupo de 12 pacientes, ou 15 dias após o começo do uso daquele medicamento em outro grupo de 6. Levando em conta o verificado em pesquisa anterior, quando corticóide de fato promoveu aumento da parasitemia, como ainda valorizando os resultados de xenodiagnóstico, pôde ser notado que o benznidazol mostrou-se apto a evitar a citada acentuação parasitária, podendo tal constatação ser útil em procedimentos assistenciais, quando estiverem presentes doença de Chagas e imunodepressão.

  5. Mobilização do paciente crítico em ventilação mecânica: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Suzana Glaeser

    2012-07-01

    Full Text Available A polineuropatia do paciente crítico (PNPC é uma patologia relativamente comum no ambiente de terapia intensiva e ocasiona aumento do tempo de internação e de ventilação mecânica. Uma das causas relacionadas a essa patologia é a imobilização do paciente. O caso relatado é de um paciente de 18 anos, desnutrido, usuário de crack e com vírus da imunodeficiência humana e tuberculose pulmonar e intestinal. O paciente apresentou insuficiência respiratória necessitando de ventilação mecânica (VM prolongada e PNPC associada. A fisioterapia com mobilização do paciente mesmo em uso de VM parece ter sido fundamental para a melhora da recuperação funcional associada à adequada nutrição e o tratamento das patologias apresentadas pelo paciente.

  6. Associação entre o consumo energético e proteico e a espessura do músculo adutor do polegar em pacientes em hemodiálise = Association between energy and protein intake and the adductor pollicis muscle thickness in hemodialysis patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Machado, Alisson Diego

    2017-01-01

    Full Text Available Introdução: A desnutrição energético-proteica é frequente em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise e medidas alternativas para a avaliação do estado nutricional e do consumo alimentar podem ser empregadas na prática clínica. Objetivo: Avaliar a associação entre o consumo energético e proteico e a espessura do músculo adutor do polegar em pacientes em hemodiálise. Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo transversal com 33 pacientes com doença renal crônica em hemodiálise. Foi aplicado um questionário para a identificação do perfil sociodemográfico dos pacientes. A ingestão de energia e de proteínas foi avaliada pela aplicação de dois recordatórios de 24 horas. A espessura do músculo adutor do polegar foi aferida com auxílio de um adipômetro. A associação entre as variáveis foi avaliada por meio de testes paramétricos, análise de correlação, regressão linear e curva ROC. Resultados: A média de idade da amostra em estudo correspondeu a 68,0 anos, sendo 54,5% do sexo masculino. Pacientes com idade inferior a 60 anos e do sexo masculino apresentaram uma maior espessura do músculo adutor do polegar (p=0,01. Não houve associação entre a espessura do músculo adutor do polegar e o consumo energético e proteico. A medida também não é capaz de indicar quais pacientes apresentam uma maior ingestão de energia e proteínas. Conclusão: Em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise não houve associação entre o consumo energético e proteico e a espessura do músculo adutor do polegar e nem eficácia da medida em predizer uma maior ingestão de energia e proteínas

  7. Universal isolation precautions for patients at an academic hospital Precauciones universales en el aislamiento de pacientes en un hospital universitario Precauções universais em isolamentos de pacientes em hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Gomes Maziero

    2012-01-01

    .OBJETIVO: Utilizar as precauções universais pela equipe de Enfermagem em isolamento de pacientes em Hospital Universitário. MÉTODOS: Estudo descritivo, prospectivo. Foram utilizados dados da Assessoria de Controle de Qualidade da Assistência de Enfermagem, correspondentes aos relatórios das observações das precauções universais em isolamento de pacientes em duas unidades de internação Médica - Cirúrgica, no período entre 2008 e 2010. RESULTADOS: As duas unidades da instituição apresentaram média geral de classificação, da análise observacional de precaução universal, entre desejável e adequada, sendo limítrofe apenas em novembro de 2008 na unidade Médica-Cirúrgica Masculina. As unidades avaliadas, quanto à adesão às precauções universais, apresentaram comprometimento com biossegurança, e os dados exibidos mostraram-se melhores a cada ano descrito. CONCLUSÃO: A participação ativa do enfermeiro responsável pela unidade é importante na prevenção e controle de infecções hospitalares.

  8. Avaliação imediata da troponina I cardíaca em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LEAL João Carlos F.

    1999-01-01

    Full Text Available O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de determinar o comportamento evolutivo imediato e o valor prognóstico em termos de sobrevivência tardia, da dosagem sérica de troponina I em pacientes submetidos a operações cardíacas para revascularização miocárdica. Foram analisados 108 pacientes, não selecionados, sendo 85 (78,7% do sexo masculino, submetidos à operação de revascularização do miocárdio com ou sem auxílio de circulação extracorpórea, no período de dezembro de 1996 a dezembro de 1997. O método empregado na dosagem da troponina I foi o da Quimioluminiscência, em equipamento Acess da Sanofi-Pasteur. Foram feitas dosagens no pré-operatório, logo na chegada na Unidade de Terapia Intensiva, no primeiro e no segundo dia de pós-operatório, adquirindo-se como normais valores abaixo de 0,1 nanogramas por mililitro (ng/ml. Foram estabelecidos níveis de corte para avaliação prognóstica. Os pacientes foram avaliados pós-operatoriamente, registrando-se a evolução em meses, com vistas à determinação das taxas de sobrevivência. A dosagem de troponina I em pacientes submetidos a operações de revascularização miocárdica mostrou comportamento evolutivo agudo característico, com importante elevação dos níveis séricos no primeiro dia de pós-operatório. Pacientes operados com auxílio de circulação extracorpórea (CEC mostraram níveis significativamente mais elevados, mas não houve correlação com tempo de isquemia ou tempo de CEC, sugerindo que a elevação da troponina I seja decorrente de sofrimento miocárdico específico (obstrução coronária, oclusão de ponte, etc. e não decorrente da CEC propriamente dita. Foi ainda possível determinar que os níveis de corte estabelecidos separam pacientes com mau prognóstico, uma vez que valores acima de 2,5 ng/ml no primeiro dia de pós-operatório levaram a taxas de mortalidade de 33% a 50% em tempo máximo de seis meses de seguimento. A

  9. EMBARAZO EXITOSO EN PACIENTE CON DISGENESIA GONADAL PURA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Ortiz A.

    2010-12-01

    Full Text Available

    Resumen

    <em>Objetivo>: Reporte de un caso de embarazo exitoso en una paciente con disgenesia gonadal pura.
    <em>Diseño de estudio:em
    > Informe de caso.
    <em>Lugar>: Centro de Fertilidad y Reproducción Fundación Santa Fe de Bogotá (REPROTEC.
    <em>Paciente>: Una paciente con disgenesia gonadal 46,XY confi rmada.
    <em>Intervención>: Gonadectomía por laparoscopia, fertilización in vitro con donación de oocitos, transferencia de embriones en blastocisto (2 y parto por cesárMea.
    <em>Resultado principal:em
    > Embarazo exitoso y nacido vivo.
    <em>Conclusiones>: Las pacientes con disgenesia gonadal pura 46,XY; tienen como opción de fertilidad, la donación de ovocitos y transferencia de embriones con adecuadas tasas de embarazos exitosos.

    Palabras clave: síndrome de Swyer, disgenesia gonadal pura, fertilización in vitro

    SUCCESSFUL PREGNANCY IN A PATIENT WITH PURE GONADAL DYSGENESIS

    Abstract

    Sexual differentiation is a complex process, that begins from conception with determination of genetic sex and from sixth week, gonadal differentiation; any alteration in any of the tracts can cause conditions where there is discordance between phenotype and genotype, that are called alterations in sexual development. Swyers syndrome and the syndrome of androgen insensitivity share the characteristics of a female phenotype with 46, XY karyotype.

    Key words: Swyer Syndrome, Pure Gonadal Dysgenesis, in vitro fertilization.

  10. Fisioterapia respiratoria na pressao intracraniana de pacientes graves internados em unidade de terapia intensiva: revisao sistematica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Lima Ferreira

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar os desfechos aumento/diminuição da pressão intracraniana e/ou queda da pressão de perfusão cerebral, proporcionados pela fisioterapia respiratória em pacientes graves assistidos em unidade de terapia intensiva. Métodos: Por meio de uma revisão sistemática da literatura, foram selecionados ensaios clínicos publicados entre 2002 e 2012. A busca envolveu as bases de dados LILACS, SciELO, MedLine e PEDro, usando os descritores "physical therapy", "physiotherapy", "respiratory therapy" e "randomized controlled trials" em cruzamento com o descritor "intracranial pressure". Resultados: Foram incluídos 5 estudos, que somaram 164 pacientes, com média de idade entre 25 e 65 anos, e que indicaram que as manobras de fisioterapia respiratória aumentaram significativamente a pressão intracraniana, sem alterar a pressão de perfusão cerebral. Os artigos abordaram as técnicas de vibração, vibrocompressão, tapotagem, drenagem postural, além da manobra de aspiração intratraqueal. Todos os pacientes estavam sob ventilação mecânica invasiva. Conclusão: A fisioterapia respiratória promove aumento da pressão intracraniana. Os estudos sugerem que não há repercussões hemodinâmicas e respiratórias a curto prazo ou alteração da pressão de perfusão cerebral. Entretanto, não há estudos que avaliem desfechos clínicos e que assegurem a segurança das manobras.

  11. Delirium em pacientes na unidade de terapia intensiva submetidos à ventilação não invasiva: um inquérito multinacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Maria Sobreira Tanaka

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivos: Conduzir um inquérito multinacional com profissionais de unidades de terapia intensiva para determinar as práticas relacionadas à avaliação e ao manejo do delirium, bem como as percepções e as atitudes relacionadas à avaliação e ao impacto do delirium em pacientes submetidos à ventilação não invasiva. Métodos: Foi elaborado um questionário eletrônico para avaliar o perfil dos respondedores e das unidades de terapia intensiva a eles relacionadas; a realização de avaliação sistemática e a forma de manejo do delirium; e as percepções e condutas dos profissionais com relação à presença de delirium em pacientes submetidos à ventilação não invasiva. O questionário foi distribuído por meio da mala direta de correio eletrônico da rede de cooperação em pesquisa clínica da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB-Net e para pesquisadores em diferentes centros da América Latina e Europa. Resultados: Foram analisados 436 questionários que, em sua maioria, eram provenientes do Brasil (61,9%, seguidos por Turquia (8,7% e Itália (4,8%. Aproximadamente 61% dos respondedores relataram não proceder à avaliação de delirium na unidade de terapia intensiva, enquanto 31% a realizavam em pacientes submetidos à ventilação não invasiva. Confusion Assessment Method for the Intensive Care Unit foi a ferramenta diagnóstica validada mais frequentemente citada (66,9%. Com relação à indicação de ventilação não invasiva para pacientes em delirium, 16,3% dos respondedores nunca permitiam o uso de ventilação não invasiva neste contexto clínico. Conclusão: Este inquérito fornece dados que enfatizam a escassez de esforços direcionados à avaliação e ao manejo do delirium no ambiente da terapia intensiva, em especial nos pacientes submetidos à ventilação não invasiva.

  12. Avaliação do nível de satisfação de pacientes em tratamento ortodôntico em relação à atuação do ortodontista Evaluation of satisfaction level in orthodontic patients considering professional actuation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Beleski Carneiro

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: devido à crescente preocupação dos profissionais em adquirir novos pacientes e mantê-los satisfeitos com o tratamento, o presente estudo tem por objetivo avaliar o nível de satisfação de pacientes em tratamento ortodôntico em relação à atuação do ortodontista. MÉTODOS: foram avaliados 60 questionários preenchidos por pacientes em tratamento ortodôntico com profissionais especialistas em Ortodontia, da cidade de Curitiba-PR. Os pacientes foram divididos em dois grupos: o grupo 1 compreendia 30 pacientes que se consideravam insatisfeitos e se transferiram de profissional nos últimos 12 meses; os 30 pacientes participantes do grupo 2 consideravam-se satisfeitos e estavam em tratamento ortodôntico com o mesmo profissional há pelo menos 12 meses. RESULTADOS E CONCLUSÕES: após a realização da análise estatística pelo teste qui-quadrado, foi possível concluir que os fatores estatisticamente relacionados com o nível de satisfação dos pacientes avaliados, considerando a atuação do ortodontista, foram: titulação, recomendação do profissional, motivação, classificação técnica, interação profissional/paciente, e relacionamento pessoal com o paciente. Na avaliação do tratamento ortodôntico, os fatores que determinaram diferenças estatisticamente significativas no nível de satisfação dos pacientes foram: quantidade de pacientes atendidos simultaneamente e integração do paciente durante as consultasOBJECTIVE: Considering the increasing professional preoccupation in accounting new patients and establish a close rapport with satisfied patients, this study aimed to evaluate the patient satisfaction level in orthodontic treatment in relation to orthodontic actuation. METHODS: Sixty questionnaires filled out by patients in orthodontic treatment with specialists in Orthodontics, from the Curitiba city. The patients were divided into two groups. The first had 30 patients which considered unsatisfied with

  13. Achados ecográficos em pacientes com catarata total Ultrasound findings in patients with dense cataracts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria da Silva Corrêa

    2002-12-01

    Full Text Available Objetivos: Avaliar a prevalência e a natureza das anomalias intra-oculares detectadas no exame de ultra-som em pacientes com catarata densa (total e comparar estes achados com aqueles obtidos após cirurgia de catarata. Métodos: Foram revisados 724 ultra-sonografias oculares realizadas entre janeiro de 1999 e julho de 2001. Destas, 289 exames foram solicitadas em casos de catarata densa (total pela impossibilidade de observar o segmento posterior. Os achados ultra-sonográficos foram documentados por fotografias e revisados para o estudo. Seguimento pós-operatório foi possível em 131 pacientes para avaliar sensibilidade e especificidade do ultra-som como método diagnóstico. A análise estatística foi feita com o teste t de "Student" usando o pacote estatístico SPSS "Statistical Package for the Social Science" 8.0 para Windows. Resultados: Foram estudados 289 pacientes com catarata densa, todos avaliados com ultra-som; 200 destes apresentavam alterações ecográficas em segmento posterior. Nos pacientes sem história de trauma ocular (n=268, 82 olhos (30,6% apresentaram segmento posterior normal e 26 olhos (9,7%, descolamento de retina. Nos pacientes com história de trauma ocular (n=21 foram encontrados 8 olhos com descolamento de retina (38,1% e 7 normais (33,3%. A concordância entre os achados ecográficos e pós-operatórios foi de 95,4% nos 131 pacientes com seguimento pós-operatório. O ultra-som apresentou sensibilidade de 91,3% e especificidade de 100%. Conclusão: Neste estudo, a avaliação pré-operatória de cataratas densas com ultra-som se mostrou eficiente em diagnosticar alterações do segmento posterior. A sensibilidade e a especificidade deste exame complementar na amostra estudada confirmam a importância do ultra-som na avaliação pré-operatória de pacientes com cataratas densas.Purpose: To evaluate the prevalence and nature of intra-ocular abnormalities detected by conventional B-scan ultrasound in patients

  14. Desnutrição, inflamação e outros fatores de risco para doença cardio vascular em pacientes sob diálise peritoneal.

    OpenAIRE

    Gusmão, Maria Helena Lima

    2007-01-01

    p. 1-116 Avaliar a associação entre desnutrição, inflamação e outros fatores de risco para doença cardiovascular em pacientes sob diálise peritoneal contínua. Métodos Estudo transversal, envolvendo 61 pacientes em Diálise Peritoneal Contínua em duas Unidades de Diálise em Salvador-Ba. O estado nutricional foi avaliado por meio da Avaliação Subjetiva Global. Realizou-se a dosagem de Proteína C Reativa Ultra Sensível para determinar inflamação. Foram estudados fatores de risco tradicionais p...

  15. Rastreio cognitivo em pacientes com acidente vascular cerebral: um estudo transversal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Amália Torres Souza Gandour Dantas

    2014-07-01

    Full Text Available Objetivo O estudo objetivou-se a fazer um rastreio cognitivo nos pacientes com acidente vascular cerebral (AVC, a fim de determinar pontos de corte de acordo com a idade, escolaridade e grau de comprometimento neurológico. Métodos Foi realizado um estudo transversal no qual participaram 109 pacientes ambulatoriais, sendo 61 homens, com média da idade de 59 anos (± 11, média do tempo de escolaridade de 5 anos (± 4 e do tempo de sequela de 16 meses (± 14. Os pacientes foram avaliados por meio do Miniexame do Estado Mental (MEEM e pela National Institute of Health Stroke Scale. Os dados foram analisados pela regressão linear múltipla (stepwise forward. Resultados Verificou-se que as variáveis grau de comprometimento neurológico, idade e escolaridade contribuíram significativamente para o valor global do MEEM e explicaram a variância do estado cognitivo (R2 ajustado = 0,24. Cada aumento do comprometimento neurológico representou diminuição de 0,456 no escore do MEEM. Quanto maior a idade, ocorreu uma diminuição de 0,202 no MEEM, e à medida que diminui o tempo de escolaridade, houve uma diminuição de 0,190 no MEEM. Os pontos de corte variaram de 14 a 22 de acordo com o grau de comprometimento neurológico, idade e escolaridade. Conclusão Os resultados apontaram que, por meio do rastreio positivo de déficit cognitivo, foram encontrados pontos de corte associados ao comprometimento neurológico, necessitando também serem ajustados pela idade e escolaridade, sugerindo que essas associações sejam preferencialmente levadas em consideração na planificação da reabilitação neuropsicológica dos pacientes com AVC.

  16. Estudo transversal sobre problemas bucais em pacientes obesos mórbidos

    OpenAIRE

    Joselene Martinelli Yamashita

    2013-01-01

    A prevalência da obesidade tem aumentado em proporções alarmantes, tornando-se um problema de saúde pública. Há relatos de uma possível relação da obesidade com a condição bucal e o objetivo do presente estudo foi identificar os problemas bucais e seu impacto na qualidade de vida de indivíduos obesos mórbidos. A amostra foi composta por 100 pacientes obesos mórbidos (grupo obeso) e 50 indivíduos eutróficos (grupo controle), atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeir...

  17. Xerostomia em pacientes idosos: relação com o fluxo salivar, proteínas totais, capacidade tampão, pH e medicação em uso

    OpenAIRE

    Adriana Oliveira Terci

    2007-01-01

    O objetivo deste trabalho foi o de investigar as relações entre a queixa de boca seca, em uma população de idosos em bom estado geral, com o fluxo salivar não estimulado, a concentração de proteínas salivares, o pH e a capacidade tampão da saliva, além de considerar as medicações de uso diário consumidas por esses indivíduos. Foram selecionados de forma seqüencial e aleatória 85 pacientes, 13 homens e 72 mulheres, entre os 60 e 82 anos de idade, com média de 68,5 anos. Vinte e um pacientes, t...

  18. Neoplasias primárias múltiplas em pacientes com câncer colorretal Multiple primary neoplasms in colorectal cancer patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo de Souza CURY

    2000-04-01

    Full Text Available Introdução - A presença de uma segunda neoplasia maligna, tendo sítio e histologia diferentes da primeira, define o conceito de neoplasias primárias múltiplas. Com o aumento da sobrevida dos pacientes com câncer, houve um aumento de neoplasias primárias múltiplas. Este estudo objetiva avaliar a freqüência de neoplasias primarias múltiplas em pacientes com diagnóstico de câncer colorretal do Setor de Oncologia da Disciplina de Gastroenterologia da Universidade Federal de São Paulo. Pacientes e Métodos - No período de 1993 a 1998, 145 pacientes com câncer colorretal foram acompanhados no Setor de Oncologia da Disciplina de Gastroenterologia da Universidade Federal de São Paulo. Destes, cinco pacientes (3,4% tinham neoplasias primárias múltiplas. O segundo tumor foi confirmado por exame histológico, sendo excluídas as possibilidades de metástase. Resultados - A idade média dos doentes com neoplasias primárias múltiplas foi de 60,6 anos, quatro eram do sexo feminino e um do masculino, três apresentaram doença no reto, um no cólon direito e um no cólon esquerdo. Os outros sítios foram mama, útero, útero e vagina, pele e lábio. Um paciente foi a óbito e os outros estão em acompanhamento, sendo que dois, há mais de três anos. Dois pacientes tinham sido submetidos a radioterapia pélvica antes do aparecimento da neoplasia colorretal. Em um paciente o tumor colorretal antecedeu o outro câncer e em quatro apareceu posteriormente ao diagnóstico da outra neoplasia primária. Discussão - A prevalência de neoplasias primárias múltiplas foi de 3,4%, sendo maior no sexo feminino. Câncer de endométrio foi o outro tumor maligno mais freqüente. Quarenta por cento dos nossos pacientes foram submetidos a radioterapia. Acreditamos ser importante o acompanhamento dos pacientes para o diagnóstico precoce de uma nova neoplasia em qualquer paciente que já tenha apresentado um câncer.Introduction - Multiple primary

  19. Revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea em pacientes multiarteriais: experiência de 250 casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Botelho PINHEIRO

    2002-09-01

    Full Text Available MÉTODO: No período de agosto de 1997 a maio de 2001, 250 pacientes multiarteriais, consecutivos, foram submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea. A faixa etária dos pacientes variou de 38 a 83 anos (média de 59,9 anos, dos quais 62% eram do sexo masculino. A principal indicação cirúrgica foi a insuficiência coronariana crônica (82%. Todos os pacientes foram operados por esternotomia mediana. RESULTADOS: Três (1,2% pacientes necessitaram de instalação de circulação extracorpórea. Nos demais 247 pacientes, realizou-se 592 anastomoses, com uma média de 2,4 pontes/paciente. A artéria torácica interna esquerda foi utilizada em 198 (80,1% pacientes, a artéria torácica interna direita em 5 (2% pacientes e a veia safena em 247 (100% pacientes. As artérias coronárias mais revascularizadas foram o ramo interventricular anterior (89% e o ramo marginal esquerdo (53%. A mortalidade hospitalar global foi de 4%, sendo a principal causa o infarto pós-operatório (1,2%. Morbidade pós-operatória foi constatada em 23 (9,3% pacientes. O tempo médio de permanência hospitalar foi de 7,7 dias. CONCLUSÃO: Conclui-se da presente investigação, que a revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea em pacientes multiarteriais é factível, reprodutível e com baixo índice de complicações pós-operatórias.METHODS: From August 1997 to May 2001, off-pump coronary artery bypass grafting (OPCAB was performed in 250 consecutive patients with multivessel disease. Ages ranged from 38 to 83 years (mean-age 59.9 years and 62% of the patients were males. The main surgical indication was chronic coronary insufficiency (82%. The surgical approach was through median sternotomy in all patients. RESULTS: Three (1.2% patients needed cardiopulmonary bypass support. In the 247 remaining patients, we performed 592 grafts (mean 2.4 grafts/patient. The left internal thoracic artery was used in

  20. Estado nutricional em pacientes atendidos por um programa de adultos para fibrose cística

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Ziegler

    2008-02-01

    Full Text Available Introdução: Na fibrose cística (FC, o estado nutricional está associado com o crescimento, função pulmonar e índices de so-brevida. Objetivo: Avaliar o estado nutricional em adultos com FC e correlacionar com escore clínico, escore radiológico, pressões respiratórias estáticas máximas, capacidade submáxima de exercício e função pulmonar. Metodologia: O estudo realizado foi transver-sal e prospectivo, em pacientes (16 anos ou mais, atendidos em um programa para adultos com FC. Os pacientes foram submetidos a uma avaliação nutricional e clínica, ao teste de caminhada de seis minutos (TC6, à medida das pressões respiratórias máximas, a espirometria e exame radiológico do tórax. Resultados: O estudo incluiu 41 pacientes com media de idade de 23,7 ± 6,5 anos e média de índice de massa corporal (IMC de 20,2 ± 2,2 Kg/m2. Vinte e seis pacientes (63,4% foram classificados como bem nutridos (IMC = 21,7 ± 2,0 Kg/m2, 6 (14,6% como risco nutricional (IMC = 19,4 ± 0,5 Kg/m2 e 9 (22% como desnutridos (IMC = 17,6 ± 0,8 Kg/m2. Não houve correlação significativa entre IMC e a idade (r = 0,24; P = 0,13, idade do diagnóstico (r = -0,04; P = 0,81, escore clínico (r = 0,13; P = 0,40 e radiográfico (r = -0,22; P = 0,17, distância percorrida no TC6 (r = 0,20; P = 0,20, VEF1 % (r = 0,11; P = 0,50 e CVF % (r = 0,06; P = 0,72. Também não houve associação entre o declínio do estado nutricional e essas variáveis. Conclusão: Este estudo mos-trou que a maioria dos pacientes com FC (16 anos ou mais tem um adequado estado nutricional (63,4%, mas uma porcentagem signi-ficante (36,6% tem depleção nutricional. Não houve associação entre o estado nutricional e a função pulmonar, pressões respiratórias máximas, escore clínico e radiográfico e a capacidade submáxima de exercício.

  1. Qualidade de vida e custos diretos em pacientes com blefaroespasmo essencial e espasmo hemifacial, tratados com toxina botulínica-A

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osaki Midori Hentona

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os custos e a qualidade de vida dos pacientes com blefaroespasmo essencial e espasmo hemifacial, submetidos à terapia com a toxina botulínica-A. MÉTODOS: Vinte e oito pacientes, sendo 16 com blefaroespasmo essencial e 12 com espasmo hemifacial, tratados com toxina botulínica-A, foram avaliados por meio de dois instrumentos: o SF-36 e a Escala de Disfunção de Blefaroespasmo. Os custos foram calculados segundo o número de unidades da toxina utilizadas por cada paciente no período de um ano. RESULTADOS: O custo total direto foi estimado em 1081,62 reais por ano (±89,39 para blefaroespasmo essencial e 618,06 reais por ano (±60,06 para espasmo hemifacial, para tratamento ambulatorial (p<0,001. Antes do tratamento, todos os domínios do SF-36 foram significantemente piores em ambas as doenças. Sob tratamento efetivo com toxina botulínica-A, os aumentos nos índices do SF-36 evidenciaram mudanças nas taxas de saúde geral da população em estudo, com diferença estatisticamente significante entre as respostas pré e pós-tratamento (p<0,05. Relacionando-se o SF-36 com Escala de Disfunção de Blefaroespasmo, foram observadas nos casos de blefaroespasmo essencial, relações significantes positivas (capacidade funcional, estado geral, aspecto emocional e aspectos sociais, ao passo que nos pacientes com espasmo hemifacial não foi encontrada nenhuma correlação. CONCLUSÃO: Este estudo demonstra notável impacto negativo das doenças na qualidade de vida desses pacientes, e uma significante melhora em ambas as doenças após tratamento com toxina botulínica-A. Além disso, os dados fornecem subsídios para justificar o alto custo da aquisição da toxina botulínica-A, devido a seus consideráveis benefícios para a qualidade de vida.

  2. Reativação da infecção por Trypanosoma cruzi em paciente com síndrome de imunodeficiência adquirida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Galhardo Maria Clara Gutierrez

    1999-01-01

    Full Text Available Uma paciente com síndrome de imunodeficiência adquirida (SIDA e doença de Chagas, com xenodiagnóstico positivo, estava em uso prolongado de cetoconazol com o objetivo de suprimir a parasitemia e prevenir a reativação da doença de Chagas. O cetoconazol foi suspenso inadvertidamente após 6 meses de uso. Um mês após, a paciente foi internada com febre, cefaléia, vômitos, taquicardia e hepatoesplenomegalia. Tanto o xenodiagnóstico como o exame de sangue a fresco demonstraram a presença de Trypanosoma cruzi. O tratamento com benzonidazol foi instituído, com supressão da parasitemia. A paciente desenvolveu concomitantemente uma provável neurotoxoplasmose, evoluindo para o óbito em septicemia. À necropsia, não foram encontrados parasitas.

  3. Genótipos de haptoglobina e hipertensão refratária em pacientes com diabete melito tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Pereira Albuquerque Wobeto

    2011-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Tem sido sugerido que o polimorfismo da haptoglobina pode influenciar na patogênese das complicações microvasculares e macrovasculares em pacientes diabéticos. OBJETIVO: O objetivo principal deste estudo transversal foi de realizar uma investigação da existência ou não de uma associação entre os genótipos de haptoglobina e a prevalência de eventos isquêmicos cardiovasculares (angina estável, angina instável e infarto agudo do miocárdio, hipertensão arterial sistêmica, hipertensão refratária, obesidade e dislipidemia em 120 pacientes com diabete melito tipo 2, seguidos no Hospital Universitário da Unicamp, em Campinas, Estado de São Paulo. MÉTODOS: A genotipagem da haptoglobina foi realizada por reações em cadeia da polimerase alelo-específicas. As frequências dos genótipos de haptoglobina foram comparadas com a presença/ausência de doença cardiovascular, hipertensão arterial sistêmica, hipertensão refratária, obesidade e dislipidemia; medições de pressão arterial sistólica e diastólica; glicemia, colesterol (total, lipoproteínas de alta densidade - HDL e lipoproteínas de baixa densidade - LDL e triglicerídeos; assim como níveis de creatinina sérica. RESULTADOS: Embora nenhuma associação entre o genótipo de haptoglobina e a presença de doença cardiovascular tenha sido identificada, encontramos um excesso significativo de pacientes com o genótipo Hp2-1 entre as pessoas com hipertensão refratária, que também apresentavam uma maior pressão arterial sistólica e diastólica e níveis de colesterol total e LDL. CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que os pacientes com diabete melito tipo 2 com o genótipo Hp2-1 podem apresentar uma maior chance de desenvolver hipertensão refratária. Estudos adicionais em populações diabéticas são necessários para confirmar esses achados.

  4. Microbiota conjuntival em pacientes com alergia ocular Conjunctival microbiota in patients with ocular allergy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Mattoso Libório

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de microbiota aeróbia da conjuntiva de portadores de alergia ocular e comparar a um grupo controle. MÉTODOS: Foram examinados 133 pacientes no período de abril a junho de 2001 divididos em 2 grupos. O grupo A foi composto de 63 portadores de conjuntivite alérgica (sem uso de medicação e o grupo B de 70 pacientes do ambulatório geral (controle. Foram coletadas amostras do fundo de saco conjuntival do olho direito de todos os pacientes e o material foi semeado em meios sólidos de cultura (ágar sangue, chocolate e Sabouraud. RESULTADOS: No grupo A, 30 culturas (47,7% foram positivas e no grupo B, 6 (8,6%. Sete bactérias foram isoladas no grupo A e 4 no B. A análise estatística revelou associação significante entre a positividade dos cultivos e conjuntivite alérgica. CONCLUSÃO: Microbiota bacteriana foi mais freqüentemente encontrada nos pacientes com alergia ocular.PURPOSE: To evaluate de presence of conjunctival aerobic microbiota in patients with ocular allergy as compared to a control group. METHODS: One hundred and thirty-three patients were evaluated from April to June 2001 and divided into 2 groups. Sixty-three patients with allergic conjunctivitis (without medication were in group A and 70 patients from the general outpatient clinic were in group B (control group. Samples from the conjunctival sac of the right eye were collected and cultured in solid media (blood, chocolate and Sabouraud agar. RESULTS: In group A, 30 cultures (47.7% were positive and 6 (8.6% in group B. Seven bacteria were isolated from group A and 4 from group B. Statistical analysis revealed significant association between positive cultures and allergic conjunctivitis. CONCLUSION: Bacterial microbiota was more frequently found in patients with ocular allergy.

  5. Vitamin B12 in metformin-treated diabetic patients: a cross-sectional study in Brazil Vitamina B12 em pacientes diabéticos usando metformina: um corte transversal no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monique Nervo

    2011-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate the presence of vitamin B12 deficiency and the factors associated with serum vitamin B12 levels in a sample of metformin-treated Brazilian diabetic patients. METHOD: Cross-sectional study. RESULTS: 144 patients were included. Serum vitamin B12 levels were low (OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de deficiência de vitamina B12 em pacientes diabéticos brasileiros tratados com metformina e os fatores associados aos níveis séricos de vitamina B12. MÉTODO: Corte transversal. RESULTADOS: 144 pacientes foram incluídos. Os níveis séricos de vitamina B12 foram baixos (< 125 pmol/L em 10 pacientes (6,9% e possivelmente baixos (125 - 250pmol/L em 53 pacientes (36,8%. Os níveis séricos de vitamina B12 foram associados negativamente à idade (B = -3,17; β = -0,171; p = 0,037 e à duração do uso de metformina (B = -33,36; β= -0,161; p = 0,048 e positivamente com a ingestão estimada de vitamina B12 (B = 67,96; β = 0,249; p = 0,002. CONCLUSÃO: Estes resultados sugerem alta prevalência de deficiência de vitamina B12 em pacientes diabéticos tratados com metformina. Pacientes mais velhos, em uso de metformina há muito tempo e com ingestão baixa de vitamina B12 estão provavelmente mais predispostos a essa deficiência.

  6. Revisao de 15 casos submetidos a oclusao temporaria bilateral de arteria iliaca interna em pacientes com alto risco para hemorragia obstetrica

    OpenAIRE

    Krutman,Mariana; Galastri,Francisco Leonardo; Affonso,Breno Boueri; Nasser,Felipe; Travassos,Fabiellen Berzoini; Messina,Marcos de Lourenco; Wolosker,Nelson

    2013-01-01

    OBJETIVO: Analisar os resultados de 15 pacientes com elevado risco de sangramento obstétrico, submetidas ao implante de catéteres balão profilático para oclusão temporária das artérias hipogástricas. MÉTODOS: Uma análise retrospectiva foi realizada com base em prontuários de 15 pacientes submetidas ao implante de catéteres balão profilático, de janeiro/2008 a dezembro/2011. Todas as pacientes incluídas no estudo f...

  7. A broncofibroscopia no diagnóstico etiológico de afecções pulmonares em pacientes com síndrome da imunodeficiência adquirida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva R.M. da

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o papel da broncofibroscopia no diagnóstico etiológico de pneumopatias em pacientes positivos ao vírus da imunodeficência humana. MÉTODOS: O presente estudo analisa um grupo de 49 pacientes com diagnóstico de síndrome da imunodeficiência adquirida, admitidos no Hospital Nereu Ramos - Florianópolis -SC. Foram selecionados pacientes sintomáticos respiratórios com lesão simples ao exame radiográfico do tórax, sem diagnóstico etiológico confirmado por exame de escarro. Tais pacientes foram submetidos à broncofibroscopia com realização de lavado broncoalveolar, escovado brônquico e biópsia pulmonar transbrônquica. As amostras foram analisados com bacterioscopia pelo Gram, pesquisa de BAAR, citomegalovírus, P. carinii e outros fungos. RESULTADOS: A broncofibroscopia foi efetiva na realização do diagnóstico etiológico em 71,43% dos casos. A biópsia pulmonar transbrônquica foi a técnica com maior positividade, firmando o diagnóstico em 59,18% dos casos. A técnica com menor positividade foi o escovado brônquico, com diagnóstico em 4,08% dos casos. O agente etiológico mais freqüente foi o P. carinii (42,8%, seguido pelo M. tuberculosis (22,86%. Nenhuma complicação foi observada nos procedimentos realizados. CONCLUSÃO: Concluímos no presente estudo que neste grupo de pacientes a broncofibroscopia foi um procedimento seguro e efetivo para o diagnóstico etiológico de afecções pulmonares.

  8. Espiritualidade no paciente em diálise: o nefrologista deve abordar? Spirituality for dialysis patients: should the nephrologist address?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giancarlo Lucchetti

    2010-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os trabalhos que tratam da relação entre espiritualidade e saúde têm se disseminado pelas publicações internacionais, mostrando associações entre menores níveis de depressão e ansiedade, melhor qualidade de vida, menor número de internações e mortalidade. OBJETIVOS: Avaliar a relação da espiritualidade, religiosidade e saúde em pacientes em diálise. MÉTODOS: Por meio de consulta nos bancos do SciELO, LILACS, Medline e PsycINFO foi feita revisão de literatura. Foram selecionados e discutidos os artigos que discutiam a relação entre espiritualidade e saúde em pacientes dialíticos. RESULTADOS: Os estudos que abordam o tema demonstram uma relação entre maior espiritualidade e maior religiosidade com melhor qualidade de vida, menor prevalência de depressão, maior suporte social, mais satisfação com a vida e mais satisfação com o tratamento médico provido pelo nefrologista. Da mesma forma, verificou-se que pacientes dialíticos que possuíam menor espiritualidade solicitavam mais tratamentos para estímulo de vida (intubação orotraqueal, por exemplo e que a espiritualidade foi fator de enfrentamento (coping para os familiares dos pacientes em diálise. Na literatura consultada, não foi encontrada associação entre espiritualidade e qualidade do sono, aderência aos medicamentos e mortalidade. CONCLUSÃO: A espiritualidade e a religiosidade possuem um papel importante para o paciente em diálise. Mostra-se relacionada com pontos importantes na própria relação médico-paciente, na qualidade de vida e enfrentamento à doença, devendo ser considerada pelos profissionais que assistem a esse tipo de paciente.INTRODUCTION: Studies on the relationship between spirituality and health are increasingly common in the international literature, showing the association of spirituality with lower levels of depression and anxiety, better quality of life, and lower hospitalization and mortality rates. OBJECTIVES: To

  9. Anestesia para cesariana em gestante com hipoplasia de aorta distal: relato de caso Anestesia para cesárea en embarazada con hipoplasia de aorta distal: relato de caso Anesthesia for cesarean section on a pregnant woman with hypoplasia of the distal aorta: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Andrade Reis

    2008-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Anomalias vasculares maternas, potencialmente graves para o feto, podem colocar em risco a perfusão uterina, suscitando cuidados ainda maiores por parte da equipe anestésica. O objetivo deste relato foi mostrar a conduta anestésica para operação cesariana em uma gestante com hipoplasia de aorta distal, logo abaixo da emergência das artérias renais, com estenose da artéria renal e ausência de artérias ilíacas. RELATO DO CASO: Paciente de 30 anos, 54 kg, na segunda gestação com uma cesariana anterior sem intercorrências. Durante a realização de ecografia gestacional na 12ª semana observou-se interrupção da aorta logo abaixo da saída das artérias renais. A paciente foi encaminhada para a realização de cineangiocoronariografia que mostrou hipoplasia da aorta distal abaixo das artérias renais, com ausência das artérias ilíacas. Durante a investigação clínica a paciente mostrou-se assintomática, com exceção de hipertensão arterial e claudicação aos grandes esforços. A paciente foi submetida à anestesia peridural contínua, com titulação da dose anestésica necessária à realização da cesariana. Inicialmente foram injetados 50 mg de bupivacaína a 0,5% sem vasoconstritor e 10 µg de sufentanil. Quinze minutos após, a anestesia foi complementada com mais 25 mg de bupivacaína a 0,5%, o que foi suficiente para atingir adequado nível de bloqueio. A cesariana transcorreu sem intercorrências e a criança nasceu em boas condições clínicas. CONCLUSÕES: O uso de anestesia peridural contínua com doses fracionadas demonstrou ser uma técnica anestésica segura para a realização desse procedimento por reduzir os riscos de hipotensão arterial materna inerente ao bloqueio espinal e também por minimizar a transferência placentária de fármacos, que ocorrem quando do emprego da anestesia geral. A titulação de fármacos através do cateter peridural possibilitou atingir nível anest

  10. Utilização da albumina na citologia esfoliativa em pacientes com conjuntivite alérgica

    OpenAIRE

    Bezerra Haroldo de Lucena; Rizzo Luiz Vicente; Yu Maria Cecília Zorat; Freitas Denise de

    2003-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a albumina como fixador de material obtido de raspado conjuntival para citologia esfoliativa. MÉTODOS: Foi realizada citologia esfoliativa conjuntival por meio de estudo prospectivo em quarenta e seis olhos de vinte e três pacientes com conjuntivite alérgica. Foram realizadas três colheitas: (1) na fase aguda, (2) após uso de corticosteróides (tratamento A) e (3) após uso de estabilizador de membrana de mastócitos (tratamento B); em dois tipos de lâminas, com e sem albumina,...

  11. Aids-related progressive multifocal leukoencephalopathy: a retrospective study in a referral center in São Paulo, Brazil Leucoencefalopatia multifocal progressiva em pacientes com aids: estudo retrospectivo em um centro de referência de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José E. Vidal

    2008-08-01

    Full Text Available Few data are available about progressive multifocal leukoencephalopathy (PML in patients with acquired immunodeficiency syndrome (AIDS from Brazil. The objectives of this study were to describe the main features of patients with PML and estimate its frequency among AIDS patients with central nervous system (CNS opportunistic diseases admitted to the Instituto de Infectologia Emílio Ribas, São Paulo, Brazil, from April 2003 to April 2004. A retrospective and descriptive study was performed. Twelve (6% cases of PML were identified among 219 patients with neurological diseases. The median age of patients with PML was 36 years and nine (75% were men. Nine (75% patients were not on antiretroviral therapy at admission. The most common clinical manifestations were: focal weakness (75%, speech disturbances (58%, visual disturbances (42%, cognitive dysfunction (42%, and impaired coordination (42%. The median CD4+ T-cell count was 45 cells/µL. Eight (67% of 12 patients were laboratory-confirmed with PML and four (33% were possible cases. Eleven (92% presented classic PML and only one case had immune reconstitution inflammatory syndrome (IRIS-related PML. In four (33% patients, PML was the first AIDS-defining illness. During hospitalization, three patients (25% died as a result of nosocomial pneumonia and nine (75% were discharged to home. Cases of PML were only exceeded by cases of cerebral toxoplasmosis, cryptococcal meningoencephalitis, and CNS tuberculosis, the three more frequent neurologic opportunistic infections in Brazil. The results of this study suggest that PML is not an uncommon HIV-related neurologic disorder in a referral center in Brazil.Existe informação limitada sobre a presença da leucoencefalopatia multifocal progressiva (LEMP em pacientes com aids no Brasil. Os objetivos do presente estudo foram descrever as principais características dos pacientes com LEMP e estimar a freqüência desta doença em pacientes com aids e doen

  12. Infecção bacteriana no paciente cirrótico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mattos Angelo A. de

    2003-01-01

    Full Text Available RACIONAL: Em torno de 30% dos pacientes com cirrose hepática apresentam infecção bacteriana na admissão hospitalar ou a desenvolvem durante a mesma. As infecções bacterianas são responsáveis por até 25% das mortes nesta população de pacientes. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de infecção bacteriana em uma população de pacientes cirróticos internados em hospital geral, bem como correlacionar sua presença com a etiologia alcoólica da hepatopatia, com o grau de comprometimento da função hepática e com a presença de hemorragia digestiva alta. PACIENTES E MÉTODOS: Foram avaliadas retrospectivamente 541 internações hospitalares consecutivas em 426 pacientes com cirrose hepática, internados no período de 1992 a 2000. A média de idade destes pacientes foi de 50,5 anos (15-95, sendo 71,2% do sexo masculino. Etiologia alcoólica da hepatopatia esteve presente em 35,4% dos pacientes. Alta ou óbito do paciente no período da internação hospitalar foi considerado como principal desfecho. O nível de significância considerado na análise estatística foi de 5%. RESULTADOS: As infecções bacterianas ocorreram em 25% dos cirróticos (135 episódios. Destas, as mais freqüentes foram: a infecção do trato urinário em 31,1%, a peritonite bacteriana espontânea em 25,9% e a broncopneumonia em 25,2%. Ocorreu associação de infecção urinária e broncopneumonia em 3,7% e infecção de pele e tecido celular subcutâneo em 11,11%. Bacteremia sem foco definido ocorreu nos quatro casos restantes (2,9%. Houve associação da presença de infecção com a etiologia alcoólica da hepatopatia, com a classificação de Child-Pugh e com a ocorrência de hemorragia digestiva alta. A mortalidade hospitalar foi maior nos pacientes infectados (8,9%, estando a mesma associada ao grau de disfunção hepatocelular. CONCLUSÕES: A ocorrência de infecção bacteriana no paciente cirrótico hospitalizado é freqüente e correlaciona-se com a

  13. Análise sistemática da influência do antifator de necrose tumoral [anti-TNF] sobre as taxas de infecção em pacientes com artrite reumatoide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leslie Goh

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: O presente trabalho tem como objetivo fornecer uma análise sistemática da influência do anti-TNF sobre as taxas de infecção em pacientes com artrite reumatoide (AR. MÉTODO: Pesquisamos na Medline para obter informações de controle de qualidade sobre as taxas de infecção em pacientes com AR tratados com anti-TNF. RESULTADOS: Atualmente, uma proporção elevada de pacientes com AR é usuária de agentes anti-TNF. Dados de registros nacionais em países da Europa de pacientes com AR tratados com anti-TNF sugerem que terapias biológicas estão intimamente ligadas à sepse. Apesar de estudos anteriores terem relatado um maior risco de infecções, atualmente há dados emergentes com maior duração de acompanhamento que sugerem um risco ajustado de 1,2. Os pacientes idosos e os com doença de longa data poderão apresentar uma taxa mais elevada de infecções graves em comparação às suas contrapartes mais novas com doença inicial. Hoje, há dados emergentes que sugerem que a terapia com anti-TNF está associada ao desenvolvimento de neutropenia logo após o início do tratamento. Os registros biológicos constataram que os pacientes com ARES tratados com anticorpos monoclonais apresentam aumento no risco de tuberculose (TB, em comparação aos tratados com bloqueadores dos receptores de TNF. Esse risco de infecção precisa ser ponderado em relação aos benefícios estabelecidos dos bloqueadores de TNF. CONCLUSÃO: A evidência atual sugere que o tratamento com anti-TNF na AR está intimamente associado à infecção. Os pacientes precisam estar cientes do risco de infecção, assim como dos benefícios estabelecidos dos bloqueadores de TNF, para que possam fornecer o consentimento informado para o tratamento.

  14. Cataract in a patient with the Alport syndrome and diffuse Leiomyomatosis Catarata em paciente com sindrome de alport e leiomiomatose difusa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Santiago - Cabán

    2008-12-01

    Full Text Available We describe a case of painless progressive loss of vision in a 15 years old male patient with Alport syndrome and diffuse Leiomyomatosis. After a comprehensive history and ocular examination, a diagnosis of bilateral posterior subcapsular cataracts was given. Patient underwent cataract extraction. His best corrected post-operative visual acuity was 20/25 in both eyes. We conclude that posterior subcapsular cataracts may lead to painless and progressive loss of vision in patients with Alport syndrome and Diffuse Leiomyomatosis.Nós descrevemos o caso de perda visual progressiva indolor em um paciente de 15 anos, sexo masculino, com Síndrome de Alport e Leiomiomatose difusa. Após história completa e exame oftalmológico, foi feito o diagnóstico de catarata subcapsular posterior bilateral. O paciente foi submetido à cirurgia de catarata. Nós concluímos que cataratas subcapsulares posteriores podem levar a perda visual progressiva e indolor em pacientes com Síndrome de Alport e Leiomiomatose Difusa.

  15. Psicoterapia psicodinâmica e tratamento biológico com fluoxetina: comparação de resposta cognitiva em pacientes deprimidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andre Goettems Bastos

    Full Text Available A depressão é uma doença grave, com repercussões importantes no humor e na cognição. Tratamentos farmacológicos e/ou psicoterápicos estão comumente indicados. O presente estudo objetivou avaliar e comparar a cognição de pacientes deprimidos antes e após 12 meses de tratamento com fluoxetina ou psicoterapia psicodinâmica. Cento e oitenta pacientes foram divididos em dois grupos, e avaliados por meio da WAIS-III. Os resultados mostraram uma melhora significativa em diferentes subtestes da WAIS-III. A MANOVA indicou que há uma diferença significativa entre os grupos nas pontuações médias obtidas na reavaliação 12 meses após o início dos tratamentos. Os resultados sugerem que a psicoterapia psicodinâmica e a terapia com fluoxetina agem de forma diferente na cognição de pacientes deprimidos.

  16. Eventos adversos a antibióticos em pacientes internados em um hospital universitário Adverse events to antibiotics in inpatients of a university hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Louro

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Antibióticos são os medicamentos que mais causam eventos adversos, gerando problemas aos pacientes e custos adicionais ao sistema de saúde. Assim, objetivou-se analisar a ocorrência de eventos adversos a antibióticos em pacientes internados em um hospital. MÉTODOS: Realizou-se monitoramento intensivo do uso de antibióticos em pacientes adultos internados no município de Maringá, Paraná, de setembro de 2002 a fevereiro de 2003. Foram pesquisadas variáveis relativas aos medicamentos em uso, em particular aos antibióticos e aos eventos adversos. Com base em critérios para a avaliação do uso correto dos antibióticos, os eventos observados foram classificados como reações adversas, erros de medicação e "quase erros". Para relação de causalidade entre a administração do fármaco e o surgimento dos eventos utilizou-se o algoritmo de Naranjo. RESULTADOS: Foram acompanhados 87 pacientes e identificados 91 eventos adversos, sendo três deles (3,3% reações adversas a medicamentos, sete (7,7% erros de medicação, e 81 (89,0% "quase erros". As reações a medicamentos ocorreram devido ao uso de quinolonas e foram consideradas "prováveis" utilizando-se o algoritmo de Naranjo. Os sete erros de medicação ocorreram devido a quatro prescrições incorretas de dose e três interações medicamentosas. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que a falta de conhecimento do medicamento ou a falta de informação sobre o paciente no momento da prescrição tenham sido os principais fatores envolvidos na ocorrência das reações a medicamentos.OBJECTIVE: Antibiotics are the most common drugs causing adverse events and they lead to problems to patients and additional costs of the health system. The aim of the study was to evaluate the occurrence of adverse events to antibiotics in inpatients of a hospital. METHODS: An extensive drug monitoring was conducted in adult inpatients taking antibiotics in the city of Maringá, Southern

  17. Construção e validação de conteúdo de checklist para a segurança do paciente em emergência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marly Ryoko Amaya

    2017-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Construir e validar checklist de ações de segurança do paciente em atendimento de emergência. Método Pesquisa metodológica realizada em Curitiba, em 2015, com etapas de construção e validação. O checklist foi norteado pelas diretrizes do programa brasileiro para a segurança do paciente e validado pela Técnica Delphi online; com utilização de questionário próprio, e participação de 23 especialistas brasileiros na primeira rodada e 20 na segunda. Para a análise, utilizou-se o Índice de Validade de Conteúdo (IVC, o α de Cronbach e o Teste Exato de Fisher. Resultados Obteve-se checklist com 18 itens válidos e confiáveis (94% de IVC, α de Cronbach=0,91. Conclusões O checklist contempla ações para segurança do paciente, permite verificar situações preditivas de risco, direcionar ações de correção e promover a segurança em serviços de emergência e outros contextos de saúde.

  18. Respiratory complications in Brazilian patients infected with human immunodeficiency virus Complicações respiratórias em pacientes brasileiros infectados pelo vírus da imunodeficiência humana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Weinberg

    1993-04-01

    patients had been previously described in infection of the normal host. Furthermore, the AIDS subjects showed a good therapeutic response to anti-tuberculous drugs.OBJETIVO: Determinar a frequência e os meios pelos quais é possível identificar um agente patogênico respiratório em pacientes brasileiros infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV; quais são os microorganismos mais comuns; e qual é o impacto da terapêutica específica. PACIENTES E MÉTODOS: Trinta e cinco pacientes HIV positivos, com queixas respiratórias foram estudados. Todos os pacientes tiveram história, exame físico e testes hematólogicos. A avaliação da patologia respiratória incluiu radiografia pulmonar, exame do escarro para bactérias e fungos, broncoscopia com lavagem bronquiolo-alveolar e biopsia transbronquica. Pacientes com patologias tratáveis receberam a terapêutica indicada. RESULTADOS: Um ou mais organismos foram encontrados em 24 pacientes, e outros 3 pacientes mostraram pneumonite intersticial inespecífica. O exame de escarro identificou o agente patogênico pulmonar em 7 casos. O lavado bronquiolo-alveo-lar e o exame histopatológico definiram o diagnóstico em 14% e 83%, respectivamente, entre os 28 pacientes que foram submetidos à broncoscopia. O organismo mais comun foi P.carinii (55%, seguido por M.tuberculosis (41%, e citomegalovírus (8%. Os achados clínicos, laboratoriais e radioló-gicos não discriminaram os agentes patogênicos. Vinte e três pacientes com PCP ou tuberculose receberam terapêutica específica; entre os pacientes que puderam ser avaliados o tratamento foi bem sucedido em 79% dos episódios de PCP e 100% em TB. CONCLUSÕES: Determinamos que TB, PCP e CMV são as causas mais frequentes de infecções respiratórias em pacientes brasileiros infectados pelo HIV. O exame histológico foi essencial para firmar o diagnóstico etiológico. A TB em pacientes aidéticos assumiu formas semelhantes à TB primária em pacientes imunocompetentes

  19. Liver transplantation in HIV-positive patients: the position of the Brazilian groups Transplante hepático em pacientes HIV-positivo: a posição dos grupos brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ajacio Bandeira de Mello Brandão

    2005-09-01

    tratamento e prognóstico desses pacientes sugerem que essa política deva ser reavaliada. OBJETIVO: Identificar a orientação atual dos transplantadores brasileiros em relação a transplante de fígado em pacientes infectados com HIV, assintomáticos, com doença hepática terminal. MÉTODOS: Envio de questionário estruturado, por correio eletrônico, para grupos que realizam transplante hepático e ativos no final de 2003, segundo Associação Brasileira Transplantes de Órgãos. RESULTADOS: Dos 53 grupos em atividade, identificou-se o endereço eletrônico de 30 profissionais, que atuam em 41 desses grupos. Foram recebidas 21 respostas (70%. A maioria dos profissionais (62% informou não incluir pacientes anti-HIV reagentes em lista para transplante, fundamentalmente em razão da pequena experiência mundial. Contudo, relataram que o assunto será discutido brevemente pelo grupo. Profissionais que aceitam esses pacientes adotam, em geral, orientações sugeridas na literatura: devem preencher os critérios de inclusão que os demais pacientes com doenças hepáticas terminais, ter carga viral do HIV baixa ou negativa e contagem de CD4 >250/mm³. Informaram haver 10 pacientes anti-HIV reagentes em lista e que apenas 1 paciente foi transplantado no país. CONCLUSÃO: A maioria dos profissionais não aceita pacientes anti-HIV reagentes mesmo que assintomáticos, em lista de espera para transplante hepático. Contudo, os avanços no manejo de pacientes com HIV recomenda que essa posição seja reavaliada. Praticamente não há experiência em nosso país, com transplante hepático em pacientes anti-HIV reagentes.

  20. Blood glucose control in diabetes patients seen in primary health care centers Controle glicêmico em pacientes diabéticos atendidos em centros de atenção primária à saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília F Assunção

    2005-04-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To identify factors associated to poor glycemic control among diabetic patients seen at primary health care centers. METHODS: A cross-sectional study was carried out in a sample of 372 diabetic patients attending 32 primary health care centers in southern Brazil. Data on three hierarchical levels of health unit infrastructure, medical care and patient characteristics were collected. RESULTS: The frequency of poor glycemic control was 50.5%. Multivariate analysis (multilevel method showed that patients with body mass indexes below 27 kg/m², patients on oral hypoglycemic agents or insulin, and patients diagnosed as diabetic over five years prior to the interview were more likely to present poor glycemic control when compared to their counterparts. CONCLUSIONS: Given the hierarchical data structuring, all associations found suggest that factors associated to hyperglycemia are related to patient-level characteristics.OBJETIVO: Identificar fatores associados à falta de controle glicêmico em pacientes diabéticos atendidos em centros de atenção primária à saúde. MÉTODOS: Estudo transversal em amostra de 372 pacientes diabéticos atendidos nos 32 centros de atenção primária de uma cidade do sul do Brasil. Foram coletados dados ordenados em três níveis hierárquicos: estrutura das unidades de saúde, características do processo do cuidado médico e pacientes diabéticos. RESULTADOS: A freqüência de falta de controle glicêmico foi de 50,5%. A análise multivariada (método multinível mostrou que pacientes com Índice de Massa Corporal abaixo de 27 kg/m², em tratamento medicamentoso e com mais de cinco anos de diagnóstico de diabetes, tiveram maior probabilidade de apresentar hiperglicemia quando comparados a seus pares. CONCLUSÕES: Considerando a estrutura hierárquica dos dados, todas as associações encontradas sugerem que os fatores associados à hiperglicemia são relacionados a características dos pacientes.

  1. Avaliação da reação de mitsuda em pacientes virchovianos inativos antes e após imunoterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Sueli Parreira de Arruda

    1995-09-01

    Full Text Available Neste estudo investigou-se o potencial imunomodulador do levamisole e da mistura BCG/Mycobacterium leprae em pacientes virchovianos inativos, utilizando como parâmetro a reação de Mitsuda. Vinte pacientes, classificados como Mitsuda histologicamente negativos há 10 anos, foram divididos em três grupos: cinco pacientes que foram somente reavaliados frente a mitsudina: oito pacientes que receberam levamisole e, sete que receberam a mistura de BCG vivo mais M. leprae morto. Os resultados mostraram que: 1 o levamisole não alterou a reatividade à mitsudina em nenhum dos casos estudados; 2 as modificações da reatividade verificadas com o uso da mistura (tres casos ou aquelas que ocorreram espontaneamente (tres casos foram sempre de pequena amplitude e refletiram variações próprias de pacientes com algum grau de resistência ao Mycobacterium leprae.In this study the immunopotentiator levamisole as well as a mixture of BCGMycobacterium leprae were investigated in inactive lepromatous leprosy patients by using the Mitsuda reaction as a parameter. Twenty lepromatous patients ten years ago classified as histologically negative for Mitsuda's test were divided into three groups: five patients that were only retested with Mitsuda antigen; eight patients that received oral levamisol and seven patients that received a mixture of alive BCG plus autoclaved M. leprae.The results indicated that: 1 the levamisole did not alter the reactivity to lepromin in any of the patients studied 2 neither the changes in the reactivity to lepromin by using the mixture (3 cases nor those that occurred spontaneously (3 cases were clear. They properly reflected the natural variation of patients with some degree of resistance to Mycobacterium leprae.

  2. Comparação dos valores do índice bispectral em pacientes com paralisia cerebral em estado de vigília Comparación de los valores del índice bispectral en pacientes con parálisis cerebral en estado de vigilia Comparison of the bispectral index in awake patients with cerebral palsy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica Vieira da Costa

    2007-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O EEG-BIS foi criado por meio de estudos em pacientes adultos saudáveis e as primeiras publicações em crianças surgiram a partir de 1998. A paralisia cerebral (PC é secundária à lesão estática do encéfalo em desenvolvimento. A necessidade de realização de exames e procedimentos cirúrgicos para correção de deformidades sob anestesia ou sedação é comum nesses pacientes. Torna-se cada vez mais necessária a monitorização do estado de hipnose do paciente anestesiado e pode-se incluir nesse grupo os pacientes com paralisia cerebral. O objetivo desse estudo foi avaliar a eficiência do EEG-BIS nos pacientes com paralisia cerebral (PC em comparação com os pacientes sem doenças neurológicas (sem PC, em estado de vigília. MÉTODO: Foram avaliados dois grupos de pacientes: um com diagnóstico de paralisia cerebral e outro sem doença do sistema nervoso central (SNC. Na véspera da intervenção cirúrgica, na enfermaria, junto aos pacientes despertos era colocado o monitor de EEG-BIS e solicitado que fechassem os olhos. Os valores que apareciam na tela do monitor, em um intervalo de 10 minutos, eram anotados e registrados em ficha padronizada, sendo calculado um valor médio por paciente. RESULTADOS: Foram avaliados 188 pacientes, de ambos os sexos, com idade média de 10, 07 ± 2,9 (PC e 10,21 ± 3,1 (sem PC anos. O grupo PC apresentou EEG-BIS basal de 95,83 ± 5,142 e o grupo sem PC de 96,56 ± 1,941 sem haver diferença estatística significativa entre eles. CONCLUSÕES: Os sinais de EEG são captados normalmente e os valores de EEG-BIS dos pacientes com PC são semelhantes ao dos pacientes sem PC no estado de vigília.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El EEG-BIS fue creado a través de estudios en pacientes adultos saludables y las primeras publicaciones en niños surgieron a partir de 1998. La parálisis cerebral (PC es secundaria a la lesión estática del encéfalo en desarrollo. La necesidad de

  3. Vacinação em pacientes da Coorte Brasília de artrite reumatoide inicial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Feitosa Muniz

    2014-10-01

    Full Text Available Introdução: Os pacientes com diagnóstico de artrite reumatoide (AR apresentam risco aumentado de infecções. A vacinação é uma medida preventiva recomendada. Não há estudos avaliando a prática da vacinação nos pacientes com AR inicial. Objetivos: Avaliar a frequência de vacinação e a orientação (feita pelo médico sobre vacinas entre os pacientes com diagnóstico de AR inicial. Métodos: Estudo transversal incluindo pacientes da coorte Brasília de AR inicial. Foram analisados dados demográficos, índice de atividade da doença (Disease Activity Score 28 - DAS28, incapacidade funcional (Health Assessment Questionnaire - HAQ, dados sobre tratamento e vacinação após o diagnóstico da AR. Resultados: Foram avaliados 68 pacientes, sendo 94,1% mulheres, com idade média de 50,7 ± 13,2 anos. O DAS28 foi de 3,65 ± 1,64, e o HAQ de 0,70. A maioria dos pacientes (63% possuía cartão vacinal. Apenas cinco pacientes (7,3% foram orientados pelo médico sobre uso das vacinas. Os pacientes foram vacinados para tríplice viral (8,8%, tétano (44%, febre amarela (44%, hepatite B (22%, gripe (42%, influenza H1N1 (61,76%, pneumonia (1,4%, meningite (1,4% e varicela (1,4%. Todos os pacientes vacinados com vírus vivo atenuado estavam em uso de imunossupressores e receberam as vacinas de forma inadvertida, sem orientação médica. Não houve associação entre o uso de nenhuma vacina e atividade da doença, incapacidade funcional, anos de escolaridade, hábitos de vida, comorbidades. Conclusão: Os pacientes foram pouco orientados pelo médico com relação ao uso das vacinas, com elevada frequência de vacinação inadvertida com componente vivo atenuado, enquanto a imunização com vírus mortos ficou aquém do recomendado.

  4. O escore de risco de sangramento como preditor de mortalidade em pacientes com síndromes coronarianas agudas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Nicolau

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A ocorrência de sangramento aumenta a mortalidade intra-hospitalar em pacientes com síndromes coronarianas agudas (SCAs, e há uma boa correlação entre os escores de risco de sangramento e a incidência de eventos hemorrágicos. No entanto, o papel dos escores de risco de sangramento como fatores preditivos de mortalidade é pouco estudado. OBJETIVO: Analisar o papel do escore de risco de sangramento como fator preditivo de mortalidade intra-hospitalar numa coorte de pacientes com SCA tratados num centro terciário de cardiologia. MÉTODOS: Dos 1.655 pacientes com SCA (547 com SCA com supra de ST e 1.118 com SCA sem supra de ST, calculou-se o escore de risco de sangramento ACUITY/HORIZONS prospectivamente em 249 pacientes e retrospectivamente nos demais 1.416. Informações sobre mortalidade e complicações hemorrágicas também foram obtidas. RESULTADOS: A idade média da população estudada foi 64,3 ± 12,6 anos e o escore de risco de sangramento médio foi 18 ± 7,7. A correlação entre sangramento e mortalidade foi altamente significativa (p < 0,001; OR = 5,29, assim como a correlação entre escore de sangramento e hemorragia intra-hospitalar (p < 0,001; OR = 1,058, e entre escore de sangramento e mortalidade intra-hospitalar (OR ajustado = 1,121, p < 0,001, área sob a curva ROC 0,753; p < 0,001. O OR ajustado e a área sob a curva ROC para a população com SCA com supra de ST foram 1,046 (p = 0,046 e 0,686 ± 0,040 (p < 0,001, respectivamente, e para SCA sem supra de ST foram 1,150 (p < 0,001 e 0,769 ± 0,036 (p < 0,001, respectivamente. CONCLUSÃO: O escore de risco de sangramento é um fator preditivo muito útil e altamente confiável para mortalidade intra-hospitalar em uma grande variedade de pacientes com SCAs, especialmente aqueles com angina instável ou infarto agudo do miocárdio sem supra de ST.

  5. Vacinação em pacientes com diabetes mellitus na atenção primária à saúde: cobertura e fatores associados

    OpenAIRE

    Arrelias, Clarissa Cordeiro Alves; Bellissimo-Rodrigues, Fernando; Lima, Letícia Cristina Lourenço de; Rodrigues, Flávia Fernanda Luchetti; Teixeira, Carla Regina de Sousa; Zanetti, Maria Lucia

    2018-01-01

    RESUMO Objetivo Analisar a cobertura vacinal de pacientes com diabetes mellitus para as vacinas recomendadas pelo Programa Nacional de Imunizações e as variáveis associadas. Método Estudo transversal, com 255 pacientes de unidade básica de saúde, da região sudeste do Brasil, realizado em 2015. Utilizou-se o Sistema Informatizado de Gestão em Saúde para identificação da vacinação contra influenza, pneumococo, hepatite B, febre amarela, sarampo/caxumba/rubéola e difteria/tétano. Realizou-se...

  6. Fatores associados ao controle da asma em pacientes pediátricos em centro de referência Factores asociados al control del asma en pacientes pediátricos en centro de referencia Factors associated with asthma control in a pediatric reference center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Mika Kinchoku

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os dados epidemiológicos, clínicos e os fatores associados ao controle da asma em pacientes asmáticos seguidos em um ambulatório pediátrico especializado. MÉTODOS: Estudo transversal de pacientes asmáticos ambulatoriais, para os quais eram fornecidas medicações profiláticas. A classificação da asma, as etapa de tratamento e a avaliação do controle seguiram a IV Diretrizes Brasileiras para o Manejo da Asma, de 2006. Os fatores avaliados foram: outras alergias, obesidade, imunodeficiências, refluxo gastresofágico e sensibilização alérgica, sendo comparados pacientes com asma controlada ou não com relação à etapa do tratamento, à obesidade e à sensibilização alérgica. RESULTADOS: Foram analisados 300 pacientes com asma (1,38M:1F, com mediana de idade de 10,8 anos, e de início dos sintomas de 1,0 ano. A atopia estava presente em 78% dos pais e/ou irmãos. Antecedentes pessoais de doenças alérgicas ocorreram em 292 pacientes (96% rinite, 27% dermatite atópica, 18% conjuntivite alérgica, 6% alergia alimentar. Foram diagnosticados sete casos de deficiência de IgA (DIgA e quatro de IgG2; obesidade em 37/253 (15%, sendo que sobrepeso e obesidade estiveram associados à falta de controle (p=0,023. Em 118 pacientes com multissensibilização, predominaram casos não controlados (22 (19% casos; p=0,049; OR 1,9; IC95% 1,03-3,50. Entre os 180 casos (60% em tratamento nas etapas 3 e 4, 122 (45% estavam controlados e 112 (41% parcialmente controlados. CONCLUSÕES: A rinite foi a alergia mais associada à asma e a prevalência de DIgA foi 20 vezes maior do que na população geral. O controle parcial ou total dos sintomas da asma foi obtido em 85% dos casos. Obesidade/sobrepeso e multissensibilização foram associadas à falta de controle da asma.OBJETIVO: Describir los datos epidemiológicos, clínicos y los factores asociados al control del asma en pacientes asmáticos seguidos en ambulatorio pedi

  7. Insônia em pacientes com câncer de mama

    OpenAIRE

    Rafihi-Ferreira,Renatha El; Soares,Maria Rita Zoéga

    2012-01-01

    A insônia é uma queixa frequente em pacientes com câncer de mama, e suas consequências podem causar impacto na qualidade de vida e no curso da doença. O objetivo deste estudo foi revisar a literatura especializada sobre a relação entre insônia e câncer de mama, abordando definição, prevalência, fatores etiológicos e as consequências da insônia no contexto da neoplasia mamária, bem como os tratamentos para insônia nessa população. A busca da literatura ocorreu nos bancos de dados Scopus, Web o...

  8. Estudo da incidência de coledocolitíase em pacientes com colecistite calculosa aguda e crônica submetidos à colecistectomia vídeolaparoscópica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sidney Moreno Gil

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a incidência da coledocolitiase em pacientes submetidos à colecistectomia laparoscópica, portadores de colecistopatia calculosa aguda e crônica. O presente estudo, também, analisa se a era laparoscópica modificou a incidência e a história natural da litíase da via biliar quando compara os dados da literatura com os índices do Grupo estudado. MÉTODO: O estudo foi realizado em um Grupo de 946 pacientes, distribuídos em Grupo A de 214 pacientes de 1991-1995 e Grupo B de 732 pacientes de 1999-2007 colecistectomizados pelo método laparoscópico. O critério diagnóstico de coledocolitíase foi estabelecido por colangiofluoroscopia de rotina em todas as operações. RESULTADOS: A incidência total de coledocolitiase no Grupo A de 9,8% e no B de 5,8% não mostram diferença estatística significativa entre si e com a literatura mundial (p=0,08.Nos pacientes operados por colecistite aguda também não se observou diferença estatística entre o grupo A e B na incidência de litíase da via biliar( p=0,8. A análise dos dados nos pacientes operados por colecistite crônica revela uma taxa de coledocolitíase menor no Grupo B de 3,7% com significância estatística do que no A de 8,4% p=0,03. CONCLUSÃO: O presente estudo revela uma diminuição expressiva na incidência de coledocolitiase no Grupo B em relação ao A e a literatura mundial quando a indicação cirúrgica ocorre na fase não complicada da doença litiásica biliar. O estudo também demonstra um aumento significativo na indicação da colecistectomia laparoscópica eletiva mais precoce no Grupo B como já observado em diversas publicações da literatura médica.

  9. Achados ultra-sonográficos abdominais em pacientes com dengue Abdominal ultrasound findings in patients with dengue fever

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karen Amaral do Vabo

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apresentar os achados ultra-sonográficos abdominais em pacientes com dengue e compará-los aos descritos na literatura. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram realizados exames ultra-sonográficos abdominais de 38 pacientes, 25 do sexo feminino e 13 do sexo masculino, com idade média de 35 anos, com diagnóstico de dengue sorologicamente confirmado. Os achados foram comparados com os descritos na literatura. RESULTADOS: Os achados ultra-sonográficos mais relevantes foram espessamento difuso da parede da vesícula biliar em 18 casos (47,4%, líquido livre na cavidade abdominal e/ou pélvica em 12 (31,6%, esplenomegalia em 11 (28,9%, hepatomegalia em 10 (26,3% e líquido pericolecístico em 10 (26,3%. Vinte e seis por cento dos pacientes apresentaram exames ultra-sonográficos normais. CONCLUSÃO: Os achados ultra-sonográficos abdominais são uma ferramenta adicional útil na confirmação de casos suspeitos de dengue hemorrágica e na detecção precoce da gravidade e da progressão da doença, sendo de extrema importância para o radiologista o conhecimento destes possíveis achados.OBJECTIVE: To review the abdominal ultrasound findings in patients with serologically proven dengue fever and to compare the results with data from the literature. MATERIALS AND METHODS: Thirty-eight patients with serologically proven dengue fever, 25 female and 13 male, mean age of 35 years, were submitted to abdominal ultrasound. The ultrasound findings were compared with data from the literature. RESULTS: The most relevant ultrasound findings were diffuse gallbladder wall thickening in 18 cases (47.4%, abdominal and/or pelvic free fluid in 12 (31.6%, splenomegaly in 11 (28.9%, hepatomegaly in 10 (26.3% and perivesicular fluid in 10 (26.3%. Twenty-six percent of the patients had normal abdominal ultrasound. CONCLUSION: Abdominal sonography is a useful additional diagnostic tool for the confirmation of suspected cases of dengue hemorrhagic fever and for the

  10. Revisao de 15 casos submetidos a oclusao temporaria bilateral de arteria iliaca interna em pacientes com alto risco para hemorragia obstetrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Krutman

    2013-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os resultados de 15 pacientes com elevado risco de sangramento obstétrico, submetidas ao implante de catéteres balão profilático para oclusão temporária das artérias hipogástricas. MÉTODOS: Uma análise retrospectiva foi realizada com base em prontuários de 15 pacientes submetidas ao implante de catéteres balão profilático, de janeiro/2008 a dezembro/2011. Todas as pacientes incluídas no estudo foram diagnosticadas no período antenatal com doença placentária associada a alto risco de hemorragia obstétrica. RESULTADOS: A média de idade das pacientes estudadas foi de 36 anos (32-42 anos. Nove pacientes eram portadoras de acretismo placentário, quatro possuíam placenta prévia, uma estava com gestação ectópica e uma apresentava miomatose uterina e coagulopatia associada a Lupus Eritematosos Sistêmico. O volume total de contraste utilizado para o procedimento variou entre 20 e 160 ml (média de 84 ml. A média do número total de dias de internação e o número de dias de internação após o procedimento foram, respectivamente, 12,4 e 4,9 dias. Em oito (53% casos, não houve necessidade de transfusão sanguínea no intraoperatório ou após a cirurgia. A média do número de unidades de sangue transfundida foi 2,06. A única complicação associada ao procedimento foi a trombose arterial de artéria ilíaca externa, observada em dois casos. CONCLUSÃO: A oclusão temporária de artérias hipogástricas é um método seguro e efetivo para controle de hemorragia em pacientes com elevado risco de sangramento obstétrico, quando realizado por equipe experiente. Os resultados deste estudo são observacionais, retrospectivos e não randomizados; portanto, não podemos apoiar o uso rotineiro dessa técnica, mas podemos incluí-la no arsenal de recursos para casos selecionados com potencial para sangramento.

  11. Revisao de 15 casos submetidos a oclusao temporaria bilateral de arteria iliaca interna em pacientes com alto risco para hemorragia obstetrica

    OpenAIRE

    Krutman, Mariana; Galastri, Francisco Leonardo; Affonso, Breno Boueri; Nasser, Felipe; Travassos, Fabiellen Berzoini; Messina, Marcos de Lourenco; Wolosker, Nelson

    2013-01-01

    OBJETIVO: Analisar os resultados de 15 pacientes com elevado risco de sangramento obstétrico, submetidas ao implante de catéteres balão profilático para oclusão temporária das artérias hipogástricas. MÉTODOS: Uma análise retrospectiva foi realizada com base em prontuários de 15 pacientes submetidas ao implante de catéteres balão profilático, de janeiro/2008 a dezembro/2011. Todas as pacientes incluídas no estudo foram diagnosticadas no período antenatal com doença placentária associada a...

  12. Efeitos hemodinâmicos e renais da injeção de doses elevadas de clonidina no espaço peridural do cão Efectos hemodinámicos y renales de la inyección de dosis elevadas de clonidina en el espacio peridural del perro Hemodynamic and renal effects of high epidural clonidine doses in dogs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilson Camargo Roso

    2005-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Não existem estudos que relatem as repercussões renais determinadas pela injeção de doses elevadas de clonidina no espaço peridural. O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos hemodinâmicos e renais determinados pela injeção de doses elevadas de clonidina no espaço peridural do cão. MÉTODO: Vinte animais anestesiados com tiopental sódico e fentanil foram distribuídos aleatoriamente e de forma duplamente encoberta em dois grupos: Grupo 1 ou placebo (n = 10, que recebeu 0,2 mL.kg-1 de solução fisiológica, e Grupo 2 ou clonidina (n = 10, que recebeu 0,2 mL.kg-1 de uma solução contendo 50 µg.mL-1 de clonidina, no espaço peridural. Foram avaliados os seguintes parâmetros hemodinâmicos: freqüência cardíaca (FC: bat.min-1; pressão arterial média (PAM: mmHg; pressão da artéria pulmonar ocluida (PAOP: mmHg; débito cardíaco (DC: L.min-1; volume sistólico (VS: mL; também, os seguintes parâmetros da função renal foram avaliados: fluxo sangüíneo renal (FSR: mL.min-1; resistência vascular renal (RVR: mmHg.mL-1.min; volume urinário minuto (VUM: mL.min-1; depuração de creatinina (D Cr: mL.min-1; depuração de para-aminohipurato (D PAH: mL.min-1; fração de filtração (FF; depuração de sódio (D Na: mL.min-1; depuração de potássio (D K: mL.min-1; excreção fracionária de sódio (EF Na: %; excreção urinária de sódio (U NaV: µEq.min-1; excreção urinária de potássio (U K V: µEq.min-1. O experimento consistiu em três momentos de 20 minutos cada. Os dados foram coletados aos 10 minutos de cada momento e a diurese, no início e no final de cada momento. Ao término de M1, a clonidina ou a solução fisiológica foi administrada no espaço peridural. Após período de 20 minutos iniciou-se M2 e, em seguida, M3. RESULTADOS: A clonidina na dose de 10 µg.kg-1 no espaço peridural do cão promoveu alterações significativas, com diminuições da freqüência cardíaca e do d

  13. Métodos de avaliação da composição corporal em pacientes submetidos à hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kamimura Maria Ayako

    2004-01-01

    Full Text Available A avaliação da composição corporal de pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise é de suma importância para propiciar uma conduta clínica e nutricional adequada, de forma a contribuir para a redução da elevada taxa de morbidade e mortalidade observada nesta população. No entanto, fatores relacionados à doença tais como anormalidades no estado de hidratação e presença de osteodistrofia renal, podem afetar a validade das técnicas de avaliação da composição corporal de pacientes com insuficiência renal crônica. Apesar dos inúmeros métodos de análise de composição corporal existentes, a maioria apresenta limitações para utilização na prática clínica da população em hemodiálise. Este artigo tem como objetivo revisar os métodos de composição corporal de fácil aplicabilidade na rotina clínica dos pacientes em hemodiálise tais como a somatória de pregas cutâneas, a bioimpedância elétrica e a interactância do infravermelho próximo.

  14. Pancreatectomia distal videolaparoscópica em pacientes com cistadenoma de pâncreas Laparoscopic distal pancreatectomy for pancreatic cystadenomas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcel Autran C. Machado

    2005-09-01

    Full Text Available RACIONAL: O diagnóstico de tumores císticos do pâncreas vem aumentando nos últimos anos. Estes tumores acometem geralmente pacientes do sexo feminino e apresentam poucos sintomas. Sua remoção por videolaparoscopia está indicada em pacientes selecionadas, principalmente quando localizados na região distal do pâncreas. OBJETIVOS: É apresentada a experiência inicial de um grupo de cirurgiões na realização de pancreatectomia distal por videolaparoscopia em pacientes com cistadenoma pancreático. MATERIAL E MÉTODOS: Três pacientes do sexo feminino (idade média, 55 anos foram submetidas a ressecção pancreática por videolaparoscopia entre setembro de 2001 e dezembro de 2003. RESULTADOS: A ressecção pancreática por videolaparoscopia foi realizada com sucesso nas três doentes. O tempo cirúrgico variou de 4 a 6 horas. O sangramento operatório foi mínimo em todos os casos. A aplicação do grampeador endoscópico foi difícil em uma paciente devido à espessura do pâncreas. As três pacientes evoluíram bem, recebendo alta entre o 2º e o 5º dia pós-operatório. Duas apresentaram fístula pancreática com resolução após tratamento conservador. CONCLUSÃO: A pancreatectomia laparoscópica é factível, pode trazer benefícios aos pacientes portadores de neoplasia cística da porção distal do pâncreas, com pouca dor pós-operatória, curto tempo de permanência hospitalar, baixo índice de complicações e melhor resultado estético.BACKGROUND: Cystic neoplasms are an uncommon group among pancreatic tumors. These lesions are seen more frequently in recent surgical practice, probably because of advances in diagnostic and surgical techniques. Total tumor resection provides the best chance of cure and may remove the risk of malignant transformation of the cystadenomas, particularly of the mucinous type. Minimally invasive techniques have been revolutionary and provide clinical evidence of decreased morbidity and comparable

  15. Hematoma subdural após punção inadvertida da dura-máter: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wallace Lage Duarte

    2008-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cefaléia pós-punção da dura-máter é complicação bastante conhecida das anestesias subaracnóidea e peridural, e o tratamento mais difundido é o tampão sangüíneo. O tampão sangüíneo alivia totalmente a cefaléia na grande maioria dos pacientes, e nos demais não há melhora ou, apenas, melhora parcial. Nesses casos, é prudente buscar diagnósticos diferenciais, como o hematoma subdural ou pneumoencéfalo. Os métodos de imagem são extremamente úteis nessas situações. O objetivo deste relato foi apresentar o caso de um paciente que desenvolveu hematoma subdural intracraniano após punção inadvertida da dura-máter em anestesia peridural. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 47 anos, 147 kg, 1,90 m, estado físico ASA II, foi admitido para realização de dermolipectomia abdominal, após ter-se submetido à gastroplastia redutora. Durante anestesia peridural, houve perfuração acidental da dura-máter. O paciente evoluiu com sintomas de cefaléia pós-punção da dura-máter que foram tratados com tampão sangüíneo, com melhora parcial. Houve, posteriormente, piora da cefaléia, e a ressonância nuclear magnética de encéfalo mostrou hematoma subdural intracraniano, que foi tratado clinicamente. Houve melhora progressiva, com recuperação total após 30 dias. CONCLUSÕES: A ocorrência de hematoma subdural é complicação rara, mas grave da perfuração de dura-máter. O diagnóstico é difícil e deve ser sempre cogitado quando a cefaléia pós-punção da dura-máter não se resolve com o tampão sangüíneo ou piora com sua realização. No esclarecimento diagnóstico é fundamental o auxílio de um método de imagem.

  16. Fusariose em paciente imunocomprometido: sucesso terapêutico com voriconazol Fusariosis in an immunocompromised patient: therapeutic success with voriconazole

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Prota Hussein Pincelli

    2008-08-01

    Full Text Available A infecção por Fusarium solani é afecção fúngica potencialmente grave em pacientes imunocomprometidos, sobretudo naqueles portadores de neoplasias hematológicas. A mortalidade é alta,sendo limitadas as opções terapêuticas devido às condições da imunidade do doente e à relativa resistência do fungo aos antifúngicos utilizados de rotina. O voriconazol tem-se mostrado boa alternativa terapêutica em pacientes neutropênicos que apresentam fusariose refratária ou pouco responsiva à anfotericina B. Neste artigo relata-se caso de fusariose em doente imunocomprometido tratado com sucesso com voriconazol.Fusarium infection is known to be potentially severe in immunocompromised patients, especially those with hematologic malignancies. Mortality rates are high and there are few therapeutic options, due to the severe underlying condition of this group of patients and the relative resistance of Fusarium to conventional antifungal therapy. Voriconazole has been shown to be an effective antifungal agent for neutropenic patients with fusariosis that are refractory or unresponsive to amphotericin B. We report the successful treatment of disseminated Fusarium infection in an immunocompromised host.

  17. Erro médico em pacientes hospitalizados Medical errors in hospitalized patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel de Carvalho

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo: o presente artigo tem por objetivo revisar a literatura e discutir a questão do erro médico em pacientes hospitalizados, enfocando sua conceituação, incidência, fatores predisponentes e mecanismos de prevenção. Aborda, em especial, erros e eventos adversos com drogas envolvendo recém-nascidos e pacientes pediátricos. Métodos: revisão bibliográfica utilizando banco de dados Medline, selecionando-se aqueles com informações atuais e relevantes. Resultados:mesmo assumindo que a notificação do erro médico não ocorre em um grande número de eventos, é importante notar que sua incidência é muito maior do que julgamos. Só nos EUA, cerca de um milhão de pacientes por ano são vítimas de erros médicos e eventos adversos com drogas. Segundo recente metanálise, esta é, hoje, a quarta causa de morte nos EUA. Em unidades de terapia intensiva neonatal e pediátrica, nas quais é grande a complexidade e a freqüência de procedimentos, a ocorrência de erros é maior. Estima-se que quinze por cento das internações em unidades de terapia intensiva neonatal sejam acompanhadas de erro médico. A maioria destes erros acontece durante o período noturno, e envolve administração incorreta de droga (35% e erro na interpretação da prescrição (26%. Fatores ambientais (barulho, calor, psicológicos (tédio, ansiedade, estresse e fisiológicos (fadiga, sono contribuem para a ocorrência de erros. Recente estudo revela que após um plantão de 24 horas, sem dormir, o desempenho psicomotor de um profissional de saúde é semelhante ao de um indivíduo legalmente bêbado (nível sérico alcoólico maior ou igual a 0,08%! Conclusões: mesmo em profissionais conscientes, erros são acompanhantes inevitáveis da condição humana. A prevenção de erros deve basear-se na busca de causas reais, que geralmente incluem erros no sistema de organização e implementação do serviço. Erros devem ser aceitos como evidência de falha no

  18. Prevalência de aloimunização eritrocitária em pacientes portadores de anemia falciforme

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Gomes Vizzoni

    2017-04-01

    Full Text Available Embora as transfusões de concentrado de hemácias sejam importantes para o tratamento de pacientes com anemia falciforme, elas acarretam riscos imunológicos tais como a aloimunização a antígenos eritrocitários. Aproximadamente 50% dos pacientes de anemia falciforme recebem transfusões no decorrer da vida, e entre 5 e 10% desses pacientes são submetidos a um programa de transfusão crônica. A aloimunização eritrocitária é uma complicação relativamente comum, podendo até mesmo levar a reações transfusionais hemolíticas tardias, contribuindo para aumentar as comorbidades da doença. Importantes medidas para prevenção dessas complicações nesses pacientes são o uso de hemácias previamente fenotipadas, além da fenotipagem do próprio receptor de concentrado de hemácias, determinando seu correto perfil fenotípico e possibilitando a escolha de concentrado de hemácias com antígenos correspondentes ao do paciente a ser transfundido. Extensa genotipagem eritrocitária profilática para selecionar doadores para pacientes que receberão repetidas transfusões durante um longo período é uma aplicação atraente de tipagem de sangue baseado em DNA. Isso é particularmente relevante para pacientes com doença falciforme, nos quais a taxa de aloimunização é elevada.

  19. Avaliação perioperatória de pacientes em unidade de terapia intensiva Perioperative assessment of the patients in intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stelma Regina Sodré Pontes

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as condições pré-operatórias e o procedimento cirúrgico relacionando-os à morbidade e mortalidade de pacientes cirúrgicos em uma unidade de terapia intensiva geral de um hospital universitário. MÉTODOS: Foram estudados os prontuários de pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos de médio e grande porte, admitidos na unidade de terapia intensiva geral. Foram analisados: dados demográficos, quadro clínico, registros de antecedentes pessoais e exames laboratoriais pré-operatórios e de admissão na unidade de terapia intensiva, exames de imagem, relato operatório, boletim anestésico e antibioticoprofilaxia. Após a admissão, as variáveis estudadas foram: tempo de internação, tipo de suporte nutricional, utilização de tromboprofilaxia, necessidade de ventilação mecânica, descrição de complicações e mortalidade. RESULTADOS: Foram analisados 130 prontuários. A mortalidade foi 23,8% (31 pacientes; Apache II maior do que 40 foi observado em 57 pacientes submetidos à operação de grande porte (64%; a classificação ASA e" II foi observada em 16 pacientes que morreram (51,6%; o tempo de permanência na unidade de terapia intensiva variou de um a nove dias e foi observado em 70 pacientes submetidos à cirurgia de grande porte (78,5%; a utilização da ventilação mecânica por até cinco dias foi observada em 36 pacientes (27,7%; hipertensão arterial sistêmica foi observada em 47 pacientes (47,4%; a complicação mais frequente foi a sepse. CONCLUSÃO: a correta estratificação do paciente cirúrgico determina sua alta precoce e menor exposição a riscos aleatóriosOBJECTIVE: To evaluate the preoperative condition and the surgical procedure of surgical patients in a general intensive care unit of a university hospital, relating them to morbidity and mortality. METHODS: We studied the medical records of patients undergoing medium and large surgical procedures, admitted to the general intensive

  20. Escore US7 modificado na avaliação de sinovite em pacientes com artrite reumatoide inicial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Alexandre Mendonça

    2014-07-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar o escore US7 modificado (escore MUS7 SIN na avaliação de pacientes com artrite reumatoide inicial (ARI. Além disso, foram examinados recessos dorsais e palmares dos punhos, bem como pequenas articulações das mãos e dos pés, para o diagnóstico de sinovite, mediante uma avaliação global das articulações. Métodos: A amostra do estudo compreendeu 32 pacientes tratados para artrite, com 13 meses como duração média da doença. Foi utilizado um aparelho de ultrassonografia (US com transdutor de alta frequência. As mãos dos participantes também foram radiografadas e analisadas pelo escore de Larsen. Resultados: Nas 832 articulações examinadas, detectou-se sinovite em 173 (20,79%, tenossinovite em 22 (4,91% e erosões em três (1,56%. A sinovite foi predominantemente detectada no recesso dorsal (73,38% das articulações MCF e IFP, quando comparado com o recesso palmar (26%. A presença de sinovite nas articulações avaliadas teve correlação com os resultados clínicos (HAQ-DI, DAS28, laboratoriais (anti-PCC, FR, PCR e ultrassonográficos (r = 0,37 a r = 0,42; p = 0,04 a p = 0,003. Encontramos correlação do escore MUS7 SIN para US na técnica da escala de cinzas (gray scale ou na técnica de Doppler de amplitude (power Doppler com os valores do instrumento DAS28 (PCR (r = 0,38; p = 0,0332 e com os resultados da PCR (r = 0,39; p = 0,0280, respectivamente. Conclusão: O recesso dorsal, o punho e as pequenas articulações podem ser considerados como locais importantes para a detecção de sinovite pelo escore MUS7 SIN em pacientes com ARI.

  1. A estimulação cardíaca convencional é prejudicial em pacientes com função ventricular normal?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Antonio Batista de Sá

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A estimulação de ventrículo direito pode ser deletéria em pacientes com disfunção ventricular, porém, em pacientes com função normal, o impacto desta estimulação desencadeando disfunção ventricular clinicamente relevante não é completamente estabelecido. OBJETIVOS: Avaliar a evolução clínica, ecocardiográfica e laboratorial de pacientes, com função ventricular esquerdapreviamente normal, submetidos a implante de marca-passo. MÉTODO: Estudo observacional transversal em que foram acompanhados de forma prospectiva 20 pacientes submetidos a implante de marca-passo com os seguintes critérios de inclusão: função ventricular esquerda normal definida pelo ecocardiograma e estimulação ventricular superior a 90%. Foram avaliados: classe funcional (CF (New York Heart Association, teste de caminhada de 6 minutos (TC6, dosagem do hormônio natriurético tipo B (BNP, avaliação ecocardiográfica (convencional e parâmetros de dessincronismo e questionário de qualidade de vida (QV (SF-36. A avaliação foi feita com dez dias (t1, quatro meses (t2, oito meses (t3, 12 meses (t4 e 24 meses (t5. RESULTADOS: Os parâmetros ecocardiográficos convencionais e de dessincronismo não apresentaram variação estatística significante ao longo do tempo. O TC6, a CF e a dosagem de BNP apresentaram piora ao final dos dois anos. A QV teve melhora inicial e piora ao final dos dois anos. CONCLUSÃO: O implante de marca-passo convencional foi associado à piora da classe funcional, piora do teste de caminhada, aumento da dosagem de BNP, aumento da duração do QRS e piora em alguns domínios da QV ao final de dois anos. Não houve alterações nas medidas ecocardiográficas (convencionais e medidas de assincronia.

  2. Vena cava filters in cancer patients: experience with 50 patients Filtros de veia cava inferior em pacientes com câncer: experiência em 50 casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Eduardo Zerati

    2005-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To study the immediate and late results obtained from the implantation of vena cava filters in cancer patients with deep vein thrombosis concomitant with neoplasia. METHODS: This was a retrospective evaluation of 50 patients with an association of cancer and deep venous thrombosis who underwent interruption of the inferior vena cava and the insertion of permanent vena cava filters. The indications for the procedure, filter implantation technique, early and late complications related to the operation, and the clinical evolution were evaluated. RESULTS: The most frequent indication for filter implantation was the contraindication for full anticoagulant treatment (80%. The femoral vein was the preferred access route (86% of the patients. There were no complications related to the surgical procedure. During the follow-up, the following complications were observed: 1 episode of nonfatal pulmonary thromboembolism, 2 cases of occlusion of the inferior vena cava, and 1 case of thrombus retained in the device. Twenty patients (40% died due to progression of the neoplasm. CONCLUSIONS: Interruption of the inferior cava vein using an endoluminal filter is a procedure with a low rate of complications. It is a safe and efficient measure for preventing pulmonary embolism in cancer patients who have deep vein thrombosis of the lower limbs.OBJETIVO: Estudar os resultados imediatos e tardios obtidos com a implantação de filtros de veia cava inferior em pacientes com trombose venosa profunda concomitante a neoplasia. MÉTODOS: Avaliamos retrospectivamente 50 pacientes com câncer e trombose venosa profunda associada submetidos a interrupção de veia cava inferior com filtros intraluminais definitivos. Foram estudados aspectos referentes à indicação do procedimento, à técnica de implante dos dispositivos, complicações precoces e tardias relacionadas à operação e à evolução dos pacientes. RESULTADOS: A indicação mais freqüente para o

  3. Púrpura em paciente com estrongiloidíase disseminada Purpura in patient with disseminated strongiloidiasis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano C. Ribeiro

    2005-05-01

    Full Text Available A infecção pelo Strongyloides stercoralis em associação com imunosupressão pode manifestar-se com lesões em múltiplos órgãos e sistemas, caracterizando a forma disseminada da doença. Lesões cutâneas não são freqüentemente relatadas e, se presentes, manifestam-se como rash e petéquias. Púrpuras bem definidas são pouco descritas. No presente trabalho é descrito um caso de estrongiloidíase disseminada, com acometimento cutâneo em forma de púrpura, que se desenvolveu em um paciente timectomizado e usuário crônico de corticosteróide devido à miastenia gravis.The association of systemic corticosteroid therapy and dissemination of Strongyloides stercoralis has been increasingly documented in the literature. Skin involvement in disseminated strongyloidiasis has been reported and the most commonly described cutaneous manifestations are rash and petechial eruptions. We present a case of an immunosuppressed man that developed disseminated strongyloidiasis with extensive purpura.

  4. Microrganismos cariogênicos em pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise Cariogenic microorganisms in patients with chronic renal failure undergoing hemodialysis therapy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mitsue FUJIMAKI

    1998-04-01

    Full Text Available Neste estudo comparativo, avaliaram-se a prevalência de cárie, o índice de cálculo, o fluxo salivar e as quantificações de microrganismos cariogênicos na saliva, em pacientes com insuficiência renal crônica submetidos à hemodiálise e em indivíduos normais, pareados quanto a idade e sexo. Não houve diferença significante entre os grupos em relação aos índices CPOD e CPOS, ao fluxo de saliva total estimulada ou às contagens de estreptococos mutans e lactobacilos em meios seletivos. Notável foi a verificação da grande necessidade de tratamento odontológico e de instruções para o controle de placa pelos pacientes. Estes apresentaram índices de superfícies e dentes cariados e perdidos significantemente maiores, índices de superfícies e dentes restaurados significantemente menores e índice de cálculo significantemente maior do que os indivíduos normais, demonstrando a necessidade da realização de um programa preventivo e curativo para esse grupo de pacientes especiais.Prevalence of dental caries, calculus index, stimulated salivary flow rate and levels of cariogenic microorganisms in saliva of patients with chronic renal failure undergoing hemodialysis were compared to those of normal subjects matched as to age and sex. No significant difference was detected regarding to DMF indexes, whole saliva flow or mutans streptococci and lactobacilli levels. However, when compared to the controls, patients showed a great need for dental treatment and dental plaque control instruction. They had higher indexes of decayed and missing surfaces and teeth; their filled surfaces and teeth indexes were lower and their calculus index was higher, demonstrating the necessity of a preventive and curative program to these special patients.

  5. Avaliação angular do equilíbrio sagital em pacientes obesos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alynson Larocca Kulcheski

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Tendo em vista a pouca quantidade de informações a respeito das alterações degenerativas e patológicas da coluna vertebral realizou-se este estudo com objetivo de avaliar e quantificar os valores angulares do equilíbrio sagital na população obesa. MÉTODOS: Foram medidos os ângulos de incidência pélvica (IP, versão pélvica (VP e declive sacral (DS. RESULTADOS: Foram avaliados 30 pacientes, sendo 19 do sexo feminino e 11 do sexo masculino, no ano de 2012 que aguardavam realização de cirurgia bariátrica. A média de idade foi de 33 anos. O IMC médio foi de 41 kg/m², sendo que o valor médio para os homens foi de 43 kg/m² e das mulheres 39 kg/m². O IP médio foi de 57°. O VP foi de 19°. O DS foi de 38°. O valor da incidência pélvica e da versão pélvica ficou em média acima do encontrado na população com índice de massa corporal normal. Já o valor do declive sacral encontra-se na média da população. CONCLUSÕES: Cada vez mais o equilíbrio sagital vem ganhando espaço na avaliação da coluna vertebral. Faz-se necessário literatura mais vasta e aumento do conhecimento médico das patologias e comorbidades que podem alterar o equilíbrio sagital em seus pacientes, como a obesidade.

  6. Hanseníase: um estudo sobre a experiência da enfermidade de pacientes em Salvador-Bahia

    OpenAIRE

    Martins, Patrícia Vieira

    2013-01-01

    A pesquisa que originou esta tese foi realizada com indivíduos residentes no Estado da Bahia, que buscaram tratamento em um hospital de referência na cidade de Salvador, e teve como objetivo responder, a partir de uma perspectiva socioantropológica, a uma série de indagações, tais como: de que maneira os pacientes construíram a experiência da enfermidade vivenciada por eles; qual foi a repercussão social da doença em suas vidas; quais os significados atribuídos a ela; quais as estratégias de ...

  7. Adesão ao tratamento farmacológico anti-hipertensivo de pacientes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Roberto da Silva Ribeiro

    2015-10-01

    Full Text Available O risco de morbidade/mortalidade por doenças cardiovasculares em pacientes com doença renal crônica (DRC é elevado, sendo imprescindível a instituição de uma terapia anti-hipertensiva eficaz. A baixa adesão ou não adesão ao tratamento farmacológico anti-hipertensivo prejudica o alcance dos resultados terapêuticos no retardo da progressão da DRC. Objetivou-se estudar a adesão à terapia anti-hipertensiva em 120 pacientes com DRC em hemodiálise. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, com abordagem quantitativa, realizado entre maio a junho de 2011 na Clínica de Doenças Renais de Imperatriz – MA. Os dados foram obtidos através da análise dos prontuários dos pacientes e da aplicação de roteiro de entrevista para a coleta de dados sociodemográficos, clínicos e relacionados ao tratamento medicamentoso anti-hipertensivo. O nível de adesão ao tratamento foi estimado pelo Teste de Morisky- Green. A maioria dos pacientes é do sexo masculino (69,2%, possui idade inferior a 60 anos (69,2%, é analfabeta ou possui apenas o ensino fundamental (79,2% e possui baixa renda mensal (90,8%. A hipertensão arterial foi a doença de base prevalente. Houve predomínio da politerapia em 78,3% dos casos. Os betabloqueadores foram os anti-hipertensivos mais utilizados, seguidos pelos bloqueadores dos canais de cálcio e agentes que atuam no sistema renina-angiotensina. O Teste de Morisky-Green apontou que 58,3% dos entrevistados apresentaram nível elevado de adesão à terapia medicamentosa. A falta de acesso aos medicamentos foi o principal motivo relatado pelos pacientes para não seguirem adequadamente o tratamento anti-hipertensivo. Verificou-se a necessidade de melhorias na assistência farmacêutica a estes pacientes e a implementação de estratégias para aumentar a adesão ao tratamento.Palavras-chave: Adesão à medicação. Anti-hipertensivos. Insuficiência Renal Crônica. Diálise Renal. Farmac

  8. Detecção de anticorpos IgM nas infecções primárias e secundárias pelo citomegalovírus em pacientes submetidos a transplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudio Sergio Pannuti

    1987-10-01

    Full Text Available Foram acompanhados 27 pacientes submetidos a transplante renal para avaliação do comportamento dos anticorpos IgM e IgG CMV-específicos. Dos 27 casos estudados, 17 (63,0% tinham anticorpos IgG, detectados pela reação de fixação de complemento (RFC, antes de serem submetidos ao transplante, e 10 (37,0% eram soro negativos. A pesquisa de anticorpos IgM (técnica de imunofluorescência indireta foi negativa em todas as amostras pré transplante. Num período de acompanhamento que variou de 28 a 425 dias (média de 115 dias após o transplante, observou-se que 20 dos 27 (74,1% apresentaram evidências sorológicas de infecçáo pelo CMV, ocorrendo a maioria dos casos (14/20, 70% em pacientes que já tinham anticorpos para o CMV antes do transplante. A pesquisa de anticorpos IgM CMV-específicos foi positiva em 12 dos 14 pacientes com evidências sorológicas de reinfecção ou reativação da infecção pelo CMV, e em 100% (6/6 dos pacientes com infecção primária. Dentre os 10 pacientes acompanhados por mais de 4 meses, somente 1 (10% negativou o IgM neste período.

  9. Reabilitação de pacientes com LER/DORT: contribuições da fisioterapia em grupo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Frizo Mendes

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os benefícios da associação do tratamento cinesioterapêutico com as dinâmicas de grupo, numa abordagem mais integral do processo saúde-doença, na recuperação e na reabilitação de portadores de LER/DORT em relação à funcionalidade e ao retorno ao trabalho. MÉTODO: vinte e quatro pacientes diagnosticados com LER/DORT foram distribuídos aleatoriamente em intervenções individuais e grupais, em 2008. O protocolo de cinesioterapia foi o mesmo nas duas intervenções e durou 10 sessões. Após os exercícios, foram abordados aspectos psicossociais importantes para o tratamento. A análise das intervenções ocorreu através da avaliação da funcionalidade pelo Questionário DASH e por uma entrevista semiestruturada para avaliar qualitativamente o impacto dessas intervenções no quadro clínico e na qualidade de vida após o tratamento. RESULTADOS: A avaliação da funcionalidade identificou que em nenhuma das intervenções houve alteração das funções dos membros superiores. Na análise das entrevistas, observou-se que os participantes relataram uma percepção de melhora do quadro clínico e da funcionalidade em suas vidas, mas que não foi suficiente para assegurar o retorno ao trabalho. CONCLUSÃO: As reflexões criadas nas duas intervenções permitiram uma abordagem mais global do processo de adoecimento, recuperação e reabilitação do paciente com LER/DORT, mas não foram suficientes para garantir o retorno ao trabalho.

  10. Criptosporidiose em paciente com espondilite anquilosante usando adalimumabe Cryptosporidiosis in a patient with ankylosing spondylitis treated with adalimumab

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Augusto Chiuchetta

    2010-06-01

    Full Text Available A criptosporidiose é uma doença parasitária causada pelo protozoário Cryptosporidium sp. Observou-se um aumento no número de diagnósticos realizados nos últimos vinte anos, principalmente em pacientes que apresentam imunodeficiências como a síndrome da imunodeficiência humana adquirida e as imunodeficiências induzidas como em pacientes transplantados e nos que necessitam realizar hemodiálise frequentemente. Relata-se o caso de um jovem com espondilite anquilosante que, usando adalimumabe, apresentou diarreia devido à criptosporidiose.Cryptosporidiosis is a parasitic disease caused by a protozoan called Cryptosporidium sp. An increased number of diagnoses were made in the last 20 years, especially in patients with immunodeficiency like the acquired human immunodeficiency syndrome and induced immunodeficiency, such as in transplant patients and those who need frequent hemodialysis, has been observed. We report the case of a young patient with ankylosing spondylitis treated with adalimumab who developed chronic diarrhea secondary to cryptosporidiosis

  11. Manobra de recrutamento alveolar e suporte ventilatorio perioperatorio em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alberto Forgiarini Junior

    2013-12-01

    Full Text Available O desenvolvimento da cirurgia abdominal proporcionou uma alternativa terapêutica para obesos mórbidos; entretanto, os pacientes submetidos a esse procedimento frequentemente apresentam complicações pulmonares pós-operatórias. Uma possível alternativa para a redução dessas complicações é a utilização da manobra de recrutamento alveolar e/ou estratégias ventilatórias perioperatórias, com foco na redução das complicações pulmonares pós-operatórias. Nesta revisão, são descritos os benefícios de estratégias ventilatórias perioperatórias, assim como a realização de manobra de recrutamento alveolar em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal.

  12. Perfil epidemiológico de pacientes atendidos em um Serviço de Controle da Dor Orofacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alana Moura Xavier Dantas

    Full Text Available ResumoIntroduçãoA Disfunção Temporomandibular (DTM se manifesta clinicamente como diversos problemas envolvendo a musculatura mastigatória, as articulações temporomandibulares e/ou suas estruturas associadas. Atualmente, essas disfunções apresentam elevada prevalência na população e afetam a qualidade de vida de seus portadores.ObjetivoDescrever as principais características e os sinais e sintomas de pacientes atendidos em um serviço especializado de Dor Orofacial.Material e métodoA pesquisa foi realizada no Ambulatório do Serviço de Controle da Dor Orofacial do Hospital Universitário de uma universidade federal, contendo uma amostra de 236 fichas de pacientes atendidos no período entre 2005 e 2011. Realizou-se a coleta de dados contidos na ficha clínica específica do serviço, elaborada pelos próprios pesquisadores com base no RDC/TMD e no Índice Anamnésico Simplificado de Fonseca. A ficha clínica foi elaborada de acordo com a realidade deste ambulatório e dos seus pacientes, para facilitar o diagnóstico destas desordens. Em seguida, foi procedida a análise descritiva dos dados.ResultadoEntre os pacientes atendidos, houve predomínio do gênero feminino, faixa etária entre 41 a 60 anos, grau de escolaridade Ensino Médio completo, vínculo empregatício e encaminhamento por cirurgiões-dentistas. A presença de dor diária com intensidade 5 e dor do tipo pulsátil, e o cansaço muscular foram as características mais prevalentes.ConclusãoDe acordo com os resultados obtidos, pode-se concluir que as mulheres procuram mais o serviço especializado e que os pacientes com DTM normalmente possuem elevados níveis de tensão e dor, sendo necessário um tratamento multidisciplinar.

  13. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana dos Santos e Silva Martin

    2012-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguidos até outubro de 2010. Foram traçadas curvas de sobrevida comparando a mortalidade cardiovascular, e por todas as causas dos pacientes com escolaridade de até três anos (mediana da escolaridade e pacientes com escolaridade igual ou superior a quatro anos. Foram construídos modelos múltiplos de Cox ajustados para as variáveis de confusão. RESULTADOS: Observou-se associação entre nível de escolaridade e hipertrofia ventricular. A diferença estatística de mortalidade de origem cardiovascular e por todas as causas entre os diferentes níveis de escolaridade ocorreu aos cinco anos e meio de seguimento. No modelo de Cox, a hipertrofia ventricular e a proteína-C reativa associaram-se à mortalidade por todas as causas e de origem cardiovascular. A etiologia da insuficiência renal associou-se à mortalidade por todas as causas e a creatinina associou-se à mortalidade de origem cardiovascular. A associação entre escolaridade e mortalidade perdeu significância estatística no modelo ajustado. CONCLUSÃO: Os resultados do presente trabalho confirmam estudo prévio e demonstram, ademais, que a maior mortalidade cardiovascular observada nos pacientes com menor escolaridade pôde ser explicada por fatores de risco de ordem bioquímica e de morfologia cardíaca.

  14. Residentes em psiquiatria têm documentado problemas relacionados ao álcool em pacientes ambulatoriais? Do psychiatry residents document outpatients' alcohol problems?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Mendonça Corradi-Webster

    2009-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O consumo de álcool por pacientes que fazem tratamento psiquiátrico pode trazer inúmeras consequências negativas. Os objetivos deste estudo foram identificar o uso problemático de álcool entre pacientes psiquiátricos ambulatoriais e verificar se esse consumo foi documentado nos prontuários por residentes de psiquiatria. MÉTODO: Estudo descritivo, transversal, realizado em serviço ambulatorial de clínica psiquiátrica de hospital universitário localizado em Ribeirão Preto (SP. Foi utilizada uma amostra de conveniência formada por pacientes psiquiátricos ambulatoriais (n = 127. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista (dados sociodemográficos e instrumento de rastreamento de abuso de álcool - CAGE e pela leitura de todas as anotações feitas por residentes de psiquiatria nos prontuários dos pacientes entrevistados (ficha para coleta de dados do prontuário. Para a análise dos dados, foram utilizados os pontos de corte > 1 e > 2 para o CAGE. RESULTADOS: Com CAGE > 1, 33,9% pontuaram positivo (n = 43 e, entre estes, 60,5% (n = 26 não tinham registros em seus prontuários sobre o uso de álcool (qui-quadrado = 20,12; p 2, 16,5% pontuaram positivo (n = 21 e, entre estes, 38,1% (n = 8 não tinham registros em seus prontuários referentes ao consumo de bebidas alcoólicas (qui-quadrado = 29,10; p INTRODUCTION: Consumption of alcohol by psychiatric patients can lead to many negative consequences. The objectives of this study were to identify the problematic use of alcohol in a group of psychiatric outpatients and to verify if this consumption was documented in their medical records by psychiatry medical residents. METHODS: Descriptive and cross-sectional study, carried out at the psychiatric outpatient clinic of a university hospital located in Ribeirão Preto, stat of São Paulo, Brazil. A convenience sample comprising 127 psychiatric outpatients was used. Data were collected using an interview

  15. Prevalence of oral hairy leukoplakia in 120 pediatric patients infected with HIV-1 Prevalência da leucoplasia pilosa oral em 120 pacientes pediátricos infectados pelo HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Pedra Dias

    2006-04-01

    Full Text Available Oral hairy leukoplakia (OHL is an EBV (Epstein-Barr virus opportunistic infection found in HIV-infected patients. It is an asymptomatic lesion that has an important prognostic value in AIDS. Differently from what takes place with HIV adult patients, OHL has been described in the literature as having a very small prevalence in pediatric patients. Therefore, the aim of this study was to investigate the prevalence of OHL in HIV pediatric patients using cytopathology. The sample consisted of 120 patients who were submitted to oral examination and had material scraped from both sides of their tongues. The diagnostic criterion was based on the identification of nuclear alterations. Clinical OHL was identified in two (1.67% patients. The cytopathology revealed twenty (16.7% cases of subclinical OHL. Our results show that in pediatric patients the prevalence of OHL may be larger than that described in the literature.A leucoplasia pilosa oral (OHL é uma infecção oportunista causada pelo Vírus Epstein-Barr (EBV encontrada em pacientes infectados pelo HIV. É uma lesão assintomática que tem um importante valor prognóstico na AIDS. Diferentemente de pacientes adultos, a OHL tem sido descrita na literatura como tendo uma prevalência muito pequena em pacientes pediátricos. Logo, o objetivo deste estudo foi investigar a prevalência da OHL em pacientes pediátricos positivos para o HIV através do uso da citopatologia. A amostra consistiu-se de 120 pacientes, que foram submetidos a exame oral e coleta de material de ambos os lados da língua. O critério diagnóstico foi baseado na identificação de alterações nucleares. A OHL clínica foi identificada em dois (1,67% pacientes. A citopatologia revelou vinte casos (16,7% de OHL subclínica. Nossos resultados mostram que a prevalência de OHL em pacientes pediátricos infectados pelo HIV deve ser maior que a relatada na literatura.

  16. Anestesia venosa total para laringectomia parcial em paciente na 28ª semana de gestação: relato de caso

    OpenAIRE

    Costa, José; Mendes, Dalva Maria Carvalho; Lobo, José Eduardo de Oliveira; Furuguem, Adriana Barrozo Ribeiro; Santos, Gabriel Gilberto

    2005-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Uma anestesia para paciente gestante constitui um desafio ao anestesiologista em virtude dos riscos para a mãe e para o feto. São muitas as complicações descritas pela literatura como malformações fetais, parto prematuro, instabilidade hemodinâmica materna e até morte fetal. O objetivo deste caso é mostrar uma paciente gestante de 28 semanas, submetida a laringectomia parcial sob anestesia geral venosa total com propofol, remifentanil e cisatracúrio. RELATO DO CASO:...

  17. Efeito de exercícios físicos e de lazer sobre os níveis de cortisol plasmático em pacientes com Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aurea Regina Telles Pupulin

    Full Text Available Resumo O advento dos antiretrovirais para o tratamento dos indivíduos com Aids proporcionou aumento no tempo de sobrevida, porém o paciente, apesar de apresentar-se muitas vezes assintomático, pode apresentar importantes transtornos na esfera psicossocial, dentre eles o enfraquecimento das relações sociais, as quais se perdem com a descoberta da contaminação. A prática regular de exercícios físicos pode ser uma estratégia interessante de combate a problemas psicológicos associados à infecção pelo HIV. Indivíduos engajados em um programa de treinamento físico podem apresentar melhoria do bem-estar, elevação da autoestima e diminuição dos sintomas de depressão e ansiedade, que proporcionam maior interação social. Pacientes infectados com o HIV geralmente têm maior cortisol basal sérico e alguns estudos apontam que altos níveis de cortisol podem comprometer a função do sistema imune e atuar como aceleradores da progressão viral e do desenvolvimento da Aids. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de exercícios físicos e de lazer sobre os níveis de cortisol plasmático em pacientes com Aids. Pacientes selecionados foram divididos em dois grupos: Grupo I participou de atividades de exercício físico e Grupo II participou de atividades de lazer, ambos por 16 semanas. A avaliação consistiu da dosagem do cortisol plasmático antes do início das atividades e após 16 semanas: 57% dos pacientes apresentaram melhoria nos níveis do cortisol plasmático após o programa aplicado. Este trabalho sugere que o exercício físico e o lazer induzem uma melhoria fisiológica da resposta do cortisol em pacientes com Aids.

  18. Doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos: achados neuropatológicos em 47 casos

    OpenAIRE

    Maggio, Everton M.; Montemór-Netto, Mário R; Gasparetto, Emerson L.; Reis-Filho, Jorge S.; Tironi, Fábio A.; Torres, Luiz F. Bleggi

    2001-01-01

    As doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos são pouco estudadas na literatura latino americana, principalmente no que tange aos achados neuropatológicos. Analisamos 47 encéfalos provenientes de necrópsias completas realizadas no período de 1987 a 1997 selecionados com base na faixa etária e alteração neuropatológica básica envolvendo fenômenos vasculares. Destes 47 casos analisados, 26 eram (55,3%) do sexo feminino. Quanto à distribuição etária, 12,8% (n=06) acometeram pacien...

  19. Estudo do comportamento dos linfócitos derivados do timo em pacientes com pênfigo foliáceo na presença de levamisol

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Dolores Porto Acedo

    1984-03-01

    Full Text Available Foram estudados linfócitos T de pacientes portadores de pênfigo foliáceo em relação à sua capacidade de formar rosáceas "E'. diante de diferentes concentrações do imunopotenciador levamisol. O levamisol é uma substância que estimula formação de rosáceas de linfócitos T ativos em indivíduos normais. Os linfócitos de pacientes antes da corticoterapia sistêmica não responderam ao levamisol; já os linfócitos de pacientes em tratamento com corticóides tiveram inibida sua capacidade de formar rosáceas. Esses achados sugerem alteração no metabolismo celular dos linfócitos de pacientes penfigosos devido provavelmente a alguma falha no sistema enzimático dessas células envolvendo a fosfodiesterase do AMPc.T lymphocytes from patients with Pemphigus foliaceus were studied fortheir ability to form E rosettes in thepresence of different concentrations of the immunostimulant levamisole. Lymphocytes from patients before systemic corticotherapy did not show stimulation when incubated with levamisole. Lymphocytes from patients submitted to corticotherapy had their ability to form rosettes inhibited. Those data suggest that the lymphocytes from patients with Pemphigus foliaceus may have some kind of defect in the phosphodiesterase of cyclic AMP.

  20. Musical identity of patients with multiple sclerosis Identidade musical em pacientes com esclerose múltipla

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Shirlene Vianna Moreira

    2009-03-01

    Full Text Available Musical autobiographies consist of a powerful therapeutic tool by which individuals define themselves. The use of this technique may help (reconstruction personal identities and improve quality of life of patients with multiple sclerosis (MS. Eight adult patients on treatment at CIEM Multiple Sclerosis Investigation Center after selecting 10 to 15 pieces of music most significant in their lives were interviewed. The data collected were classified according to Even Rudd categories, which reveal how a person expresses his personal, social, temporal and transpersonal identities. We observed that recall of musical history makes MS patients get better perception both of their feelings and body awareness, as well as provide them with an alternative way to express themselves, activate and contextualize affective memories, and achieving a sense of life continuity in spite of the disease.Autobiografias musicais constituem um recurso terapêutico pelo qual indivíduos definem a si mesmos, auxiliando a (reconstrução da identidade e contribuindo para a melhora da qualidade de vida de portadores de esclerose múltipla (EM. Oito pacientes adultos sob acompanhamento no Centro de Investigação em esclerose múltipla (CIEM da UFMG, selecionaram entre 10 e 15 músicas significativas em sua vida, a respeito das quais discorreram em entrevista aberta. Os dados foram analisados qualitativamente segundo categorias criadas por Even Rudd, que visam revelar como o indivíduo expressa suas identidades pessoal, social, temporal e transpessoal. Submetidos a tratamento quantitativo, os dados demonstraram que, através da sua história musical, os pacientes aumentaram a percepção dos sentimentos e sensações corporais, expressaram-se de maneiras alternativas e ativaram memórias afetivas, contextualizando-as e adquirindo um senso de continuidade da vida.

  1. Variáveis relacionadas com perda da produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Frauendorf

    2013-06-01

    Full Text Available A perda da produtividade no trabalho, como resultado da espondilite anquilosante, tem se tornado tema de interesse dado o seu impacto socioeconômico. Além das limitações físicas, outras variáveis parecem interferir na produtividade desses pacientes que muitas vezes são aposentados precocemente do mercado de trabalho. Assim, esse manuscrito de revisão buscou identificar artigos publicados na língua inglesa no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2011 que discutissem essas variáveis por meio de estudos realizados com pacientes adultos com diagnóstico de espondilite anquilosante, de ambos os gêneros e que usaram instrumentos padronizados para a avaliação da atividade da doença e da capacidade produtiva no trabalho. Foram identificados 33 artigos atendendo aos critérios de inclusão e observou-se que a perda de produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante é influenciada por variáveis demográficas, emocionais, socioculturais e ocupacionais e hábitos de vida. Compreender esses possíveis fatores de risco pode colaborar para a elaboração de estratégias preventivas para a manutenção de pacientes com espondilite anquilosante no mercado de trabalho.

  2. Herpes zoster em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil Herpes zoster in patients with juvenile systemic lupus erythematosus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula da Silva Neves

    2007-04-01

    Full Text Available Infecção pelo vírus varicela zoster (VVZ em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil (LESJ tem sido pouco descrita. Durante um período de 12 anos, ocorreram 195 internações em 77 pacientes com LESJ e estas foram acompanhadas pela Unidade de Reumatologia Pediátrica do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. Onze pacientes (14%, dez do sexo feminino, apresentaram 14 internações (7,1% pelo VVZ. Nesses pacientes, a média de idade foi de 16 anos e 5 meses e a média do tempo de duração do LESJ até a primeira infecção devido ao VVZ foi de 4 anos. Todos os episódios das infecções estavam associados com atividade da doença, que se apresentaram como lesões vesicobolhosas seguindo trajeto nervoso. As regiões do tórax e membros foram mais comumente afetadas. Todos haviam utilizado prednisona e quatro usaram ciclofosfamida EV. Todos receberam aciclovir EV por 7 a 10 dias. Nenhum paciente apresentou neuralgia pós-herpética, infecção bacteriana secundária ou evoluiu para óbito. Entretanto, uma paciente em uso de aciclovir apresentou amaurose aguda por vasculite necrosante retiniana bilateral associado ao VVZ, necessitando de duas aplicações de ganciclovir intravítreo e gamaglobulina EV (2 g/kg/dose, com recuperação parcial da acuidade visual. Assim sendo, infecção por VVZ em pacientes com LESJ foi infreqüente, habitualmente associada à atividade da doença e à corticoterapia. Essa infecção foi controlada com aciclovir, e os pacientes raramente apresentaram complicações.Varicella zoster virus (VZV infection in patients with juvenile systemic lupus erythematosus (JSLE has been rarely described. 195 hospitalizations of 77 JSLE patients occurred in a period of 12 years and were followed at the Pediatric Rheumatology Unity of the Instituto da Criança - Hospital das Clínicas - Universidade de São Paulo. Eleven patients (14%, 10 female, had 14 hospitalizations (7.1% due to

  3. Estratégias para promover segurança do paciente: da identificação dos riscos às práticas baseadas em evidências

    OpenAIRE

    Oliveira, Roberta Meneses; Leitão, Ilse Maria Tigre de Arruda; Silva, Lucilane Maria Sales da; Figueiredo, Sarah Vieira; Sampaio, Renata Lopes; Gondim, Marcela Monteiro

    2014-01-01

    O objetivo deste estudo foi identificar e analisar estratégias para promover a segurança do paciente na perspectiva de enfermeiros assistenciais. Métodos: Estudo descritivo, qualitativo, desenvolvido em hospital público de Fortaleza - CE. A coleta de dados procedeu-se mediante entrevista semiestruturada com 37 enfermeiros, analisada segundo o referencial da análise de conteúdo. As estratégias identificadas para promoção da segurança do paciente foram apresentadas em três categorias: 1. Ident...

  4. Prevalência de talassemias e hemoglobinas variantes em pacientes portadores de lúpus eritematoso sistêmico Prevalence of thalassemias and variant hemoglobins in patients with systemic lupus erythematosus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frank S. Castro

    2008-02-01

    Full Text Available O lúpus eritematoso sistêmico (LES é uma doença tipicamente multigênica e multifatorial, com grande complexidade clínica e fisiopatológica. As causas do LES não são totalmente conhecidas, mas sabe-se que fatores ambientais e genéticos estão envolvidos. Dentre as várias manifestações clínicas observadas em pacientes com LES, as anemias chamam a atenção principalmente quando se observa nesse estudo uma prevalência de 52,5% dos pacientes com índices hematimétricos sugestivos de anemias. Embora a anemia geralmente já seja observada em pacientes com LES, estudos sobre a prevalência de anemias hereditárias, especialmente as hemoglobinopatias na população com LES, não têm sido conduzidos. O objetivo desse trabalho foi o de avaliar a prevalência das hemoglobinopatias e talassemia em pacientes portadores de LES. Para isso, foram estudadas 80 amostras de sangue de pacientes portadores de lúpus atendidos no ambulatório do Hospital das Clínicas de Goiânia. Foram utilizados testes laboratoriais não moleculares para a detecção das hemoglobinopatias. A freqüência das alterações da hemoglobina foi de 10,0%, encontradas em oito pacientes. Dessas alterações, a mais prevalente foi a talassemia alfa, encontrada em quatro pacientes, correspondendo a uma freqüência de 5,0% da população estudada. Depois, foi o heterozigoto para a hemoglobina S, encontrada em dois pacientes, correspondendo a 2,5% da população, e também outro heterozigoto para a hemoglobina C, encontrada em um paciente, correspondendo a 1,25%, e um paciente com beta talassemia menor, correspondendo a 1,25%. Nenhum caso de homozigose foi encontrado no presente estudo. Este trabalho demonstrou que não houve diferença na prevalência dos distúrbios da hemoglobina entre a população em geral e os portadores de LES.Systemic lupus erythematosus (SLE is a typically multigenic and multifatorial disease with remarkable clinical and pathogenic complexities. The

  5. Benefícios da aplicação de toxina botulínica associada à fonoterapia em pacientes disfágicos graves Benefits of botulinum toxin associated to swallowing therapy in patients with severe dysphagia

    OpenAIRE

    Fernanda Teixeira Menezes; Katia Alonso Rodrigues; Isabella Christina de Oliveira Neto; Brasília Maria Chiari; Dayse Manrique; Maria Inês Rebelo Gonçalves

    2012-01-01

    Estudo de casos para caracterizar os benefícios da aplicação de toxina botulínica em glândulas salivares, associada à fonoterapia em pacientes disfágicos graves. Foram analisados cinco prontuários de pacientes neurológicos, em uso exclusivo de via alternativa de alimentação, com idades entre 17 e 70 anos, sendo quatro do gênero masculino e um do gênero feminino. Do total, quatro pacientes eram traqueostomizados. Foi considerado como critério de inclusão apresentar disfagia grave, com manifest...

  6. Anormalidades cromossômicas entre pacientes com cardiopatia congênita

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Trevisan

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: As anormalidades cromossômicas (ACs representam importante causa de cardiopatia congênita (CC. OBJETIVO: Determinar a frequência, os tipos e as características clínicas de ACs identificadas em uma amostra prospectiva e consecutiva de pacientes com CC. MÉTODO: Nossa amostra foi composta por pacientes com CC avaliados em sua primeira hospitalização em uma unidade cardíaca de tratamento intensivo de um hospital pediátrico de referência do sul do Brasil. Todos os pacientes foram submetidos à avaliação clínica e citogenética, através do cariótipo de alta resolução. Os defeitos cardíacos foram classificados segundo Botto e cols. Na análise estatística utilizou-se o qui-quadrado, o teste exato de Fisher e odds ratio (p < 0,05. RESULTADOS: Nossa amostra foi composta de 298 pacientes, 53,4% do sexo masculino, com idades variando de um dia a 14 anos. Anormalidades cromossômicas foram observadas em 50 pacientes (16,8%, sendo que 49 deles eram sindrômicos. Quanto às ACs, 44 delas (88% eram numéricas (40 pacientes com +21, dois com +18, um com triplo X e um com 45,X e seis (12% estruturais [dois pacientes com der(14;21, +21, um com i(21q, um com dup(17p, um com del(6p e um com add(18p]. O grupo de CCs mais associado a ACs foi o do defeito de septo atrioventricular. CONCLUSÕES: ACs detectadas pelo cariótipo são frequentes entre pacientes com CC. Assim, os profissionais - especialmente aqueles que trabalham em serviços de cardiologia pediátrica - devem estar cientes das implicações que a realização do cariótipo pode trazer, tanto para o diagnóstico, tratamento e prognóstico desses pacientes como para o seu aconselhamento genético.

  7. Prevalência de manifestações oculares em 198 pacientes com artrite reumatóide: um estudo retrospectivo Prevalence of ocular manifestation in 198 patients with rheumatoid arthritis: a restrospective study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphael Guimarães Bettero

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de manifestações oculares na população local de artrite reumatóide (AR. Estimar se a presença de auto-anticorpos como fator reumatóide (FR e fator antinuclear (FAN influi no aparecimento destas manifestações e se existe associação entre o aparecimento de manifestações oculares e índice funcional do paciente, idade ao diagnóstico e tempo de doença. MÉTODOS: Foram estudados retrospectivamente 198 prontuários de pacientes com AR, acompanhados durante o período de 2003 a 2006. Avaliou-se a prevalência das manifestações oftalmológicas, perfil de auto-anticorpos, dados demográficos e índice funcional de Steinbrock destes pacientes. RESULTADOS: Síndrome de Sjögren secundária apareceu em 12,1% dos pacientes sendo mais comum em mulheres (p=0,049 e em pacientes com maior dano articular (p=0,016. Ceratite ulcerativa e esclerite incidiram em torno de 2% dos pacientes. Fator reumatóide (FR e fator antinuclear (FAN assim como tempo de doença e idade do paciente ao diagnóstico não influíram no aparecimento das manifestações estudadas. CONCLUSÃO: A síndrome de Sjögren secundária é a manifestação ocular mais prevalente em pacientes com AR, sendo mais comum em mulheres e em pacientes com mais disfunção articular.PURPOSE: To study the prevalence of eye manifestations in the local rheumatoid arthritis (RA population, as well as to know if the presence of rheumatoid factor (RF and antinuclear antibodies (ANA affect this profile. To study if there is association between eye manifestations and patient's articular functional index, age at diagnosis and illness duration. METHODS: We reviewed 198 charts of rheumatoid arthritis patients followed-up from 2003 to 2006. They were studied for: prevalence of ophthalmologic manifestations, autoantibody profile, demographic data and Steinbrock's functional index. RESULTS: Secondary Sjögren's syndrome was seen in 12.1% of the patients being more common

  8. Acurácia das intervenções de enfermagem para pacientes com diabetes mellitus tipo 2 em consulta ambulatorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Fiore Scain

    Full Text Available O objetivo do trabalho foi identificar a acurácia das intervenções de enfermagem a partir dos diagnósticos de enfermagem (DE de pacientes que consultaram no Programa de Educação em Diabetes, em ambulatório de hospital universitário, relacionando-os com as características sociodemográficas e as comorbidades. Trata-se de um estudo transversal de 136 pacientes com DM tipo 2 (DM2, sendo 77 (57% mulheres, com média de idade de 66±9,38 anos, presença de comorbidades em 97 (71% e em uso de medicações. Foi encontrada associação significativa entre os DE e as intervenções mais frequentemente prescritas: "Aconselhamento nutricional" (n = 99; 73%, "Promoção do exercício" (n = 64; 47% e "Ensino: cuidados com os pés" (n = 48; 35%, porém, não com as características sociodemográficas ou comorbidades. As intervenções de maior ocorrência prescritas em consulta de enfermagem evidenciaram acurácia para os DE nos domínios Promoção da Saúde e Nutrição, que estão relacionados aos princípios do tratamento para DM2: alimentação saudável, exercício físico e educação para a saúde.

  9. Anomalia de Ebstein em paciente adulto: valvuloplastia modificada para correção de insuficiência tricúspide Ebstein's anomaly in adult patients: modified repair technique for tricuspid insufficiency

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mauro Barbosa ARRUDA FILHO

    2002-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a correção cirúrgica em pacientes adultos portadores de anomalia de Ebstein, utilizando uma variação técnica para correção da insuficiência tricúspide. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Entre janeiro de 1990 e março de 2001, seis pacientes adultos foram submetidos à correção cirúrgica com uma variação da técnica apresentada por Carpentier. A idade variou de 18 a 34 anos. Todos se apresentavam em classe funcional III ou IV (NYHA, com piora da cianose ou arritmias freqüentes. Em quatro pacientes a valva tricúspide era do tipo B e em dois do tipo A (Carpentier, quatro apresentavam comunicação interatrial (CIA associada. O hematócrito variou de 33% a 68%. O índice cardíaco variou de 0.47 a 0.88. A fração de ejeção do ventrículo esquerdo variou de 50% a 80%. RESULTADOS: Não se registrou óbitos no período hospitalar. Um paciente foi reoperado por sangramento no pós-operatório imediato. Em dois pacientes ocorreram derrames pericárdicos de repetição. Foi registrado um óbito no 14º mês de pós-operatório por morte súbita. Os pacientes foram seguidos por um período de 10 a 108 meses. Quatro encontram-se em classe funcional I e um encontra-se em classe funcional II (NYHA. O ecocardiograma no pós-operatório imediato e na última avaliação mostra insuficiência tricúspide discreta ou moderada em quatro e importante em um paciente. CONCLUSÃO: Apesar do pequeno número de pacientes nesta série, a modificação técnica cumpriu o seu papel, com a melhora clínica e funcional dos pacientes tratados em até nove anos de seguimento.PURPOSE: To value the surgical treatment of adult patients with Ebstein's anomaly, using a Carpentier's modified repair technique. MATERIAL AND METHODS: Between January 1990 and March 2001 six adult patients with Ebstein's anomaly were treated using a modification of Carpentier's repair technique, four were males and two were females, ages ranging from 18 to 34 years (Mean 23

  10. Oronasal complications in patients after transsphenoidal hypophyseal surgery Complicações oronasais em pacientes pós-abordagem hipofisária via transesfenoidal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Petry

    2009-06-01

    Full Text Available Transsphenoidal surgery is the most commonly used surgical procedure to handle the hypophyseal region, sometimes associated with oronasal complications. MATERIAL AND METHODS/AIM: To evaluate prospectively (specific questionnaire, clinical evaluation undiagnosed chronic oronasal complications in patients submitted to conventional transsphenoidal adenomectomy surgery, operated at different neurosurgery services more than 6 months ago. RESULTS: 49 patients were evaluated, 37/45 presented macroadenoma. 28,5% were submitted to more than one intervention, 2/5 transsphenoidally. Transsphenoidal approach 92.8% through sublabial route. No patient had spontaneous complaint. With the specific questionnaire 63.2% presented complaints. One patient presented an oronasal fistula, 1 stenosis of the nasal valve area with external nasal deformity. Rhinoscopy detected alterations in 77.5%, nasal endoscopy in 87.7%. Septal perforation was present in 10/12 patients with scabs and 2 with purulent secretion. All 4 patients submitted to 2 transsphenoidal approaches presented septal perforation and nasal synechiae. In the endonasal, synechiae (2, alteration in medium meatus (1 and stenosis of the nasal valve area (1 were observed. Only two patients presented normal evaluation. CONCLUSION: A high incidence of nasal complications after conventional transsphenoidal surgery observed through examination and not reported spontaneously point to the need of otorhinolaryngological investigation complemented by nasal endoscopy in patients submitted to procedures through this route.A cirurgia transesfenoidal é o procedimento cirúrgico mais utilizado para abordagem da região hipofisária, sendo por vezes associada a complicações oronasais. MATERIAL E MÉTODOS/OBJETIVO: Estudo prospectivo, através de questionário específico e avaliação clínica complicações oronasais crônicas não-diagnosticadas, em pacientes submetidos à cirurgia transesfenoidal convencional em

  11. Necessidades de familiares de pacientes internados em unidade de cuidados intensivos Necesidades de los familiares de pacientes internados en unidad de cuidados intensivos Needs of family members of patients admitted to an intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Rumiko Maruiti

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as necessidades de familiares de pacientes internados em uma unidade de cuidados intensivos. MÉTODOS: Fizerem parte da amostra 39 familiares de pacientes em estado crítico de saúde. Para a coleta de dados foi utilizada uma adaptação do Critical Care Family Need Inventory. RESULTADOS: a necessidade de conhecimento/informação identificada com maior freqüência foi saber fatos concretos sobre o progresso do paciente (84,6%; a necessidade de conforto identificada com maior freqüência foi ter um toalete e um telefone próximo à sala de espera (56,4%; a necessidade de segurança identificada com maior freqüência foi ter a certeza que o paciente está recebendo o melhor tratamento (89,7%; e a necessidade de acesso ao paciente e aos profissionais da unidade com maior freqüência foi conversar com o médico todos os dias (79,5%. CONCLUSÃO: Os profissionais de enfermagem devem se preocupar em atender não apenas as necessidades dos pacientes, mas também de seus familiares.OBJETIVO: Identificar las necesidades de los familiares de pacientes internados en una unidad de cuidados intensivos. MÉTODOS: Formaron parte de la muestra 39 familiares de pacientes en estado crítico de salud. Para la recolección de datos fue utilizada una adaptación del Critical Care Family Need Inventory. RESULTADOS: La necesidad de conocimiento/información identificada con mayor frecuencia fue saber hechos concretos sobre el progreso de paciente (84,6%; la necesidad de comodidad identificada con mayor frecuencia fue tener un baño y teléfono próximo a la sala de espera (56,4%; la necesidad de seguridad registrada con mayor frecuencia fue tener la certeza de que lo patiente está recibiendo el mejor tratamiento (89,7% y la necesidad de acceso al paciente y a los profesionales de la unidad detectada con mayor frecuencia fue hablar con el médico todos los días (79,5%. CONCLUSÍON: La enfermería no debe preocuparse solamente con las

  12. Risk factors in patients with type 2 diabetes mellitus Factores de riesgo en pacientes con diabetes mellitus tipo 2 Fatores de risco em pacientes com diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Idalina Diair Regla Carolino

    2008-04-01

    Full Text Available This study was carried out to evaluate the risk factors of type 2 diabetic patients through sociodemographic data, habits of health, anthropometric and biochemist profiles, assisted at a basic public health care unit in Maringá, Paraná. Sixty-six patients, 56 women aged over than 50 years-old were interviewed. High prevalence factors for cardiovascular risk were observed, such as: overweight and obesity, hypertension, dyslipidemia, sedentariness and inadequate diet. Data suggested the need for multidisciplinary intervention programs in health care units associated to educative programs, adjusted diet intake and regular physical activity for these diabetic patients.El objetivo de este estudio fue verificar los factores de riesgo de las complicaciones de la diabetes mellitus tipo 2, por medio del levantamiento de datos sociodemográficos, hábitos de salud, perfil antropométrico y bioquímico, de pacientes diabéticos tipo 2 atendidos en una Unidad Básica de Salud en la ciudad de Maringá, Paraná. Fueron entrevistados y evaluados 66 pacientes con más de 50 años; 56 eran del sexo femenino. Se verificó una elevada presencia de factores de riesgo cardiovascular en los pacientes investigados: sobrepeso y obesidad, hipertensión, dislipidemia, sedentarismo y dieta no saludable. Los resultados indican la necesidad de la implantación de programas de intervención multidisciplinares en unidades básicas de la salud asociada a prácticas educativas, estimulando la adopción de una dieta saludable y la práctica de actividad física regular para estos pacientes.O objetivo deste estudo foi verificar os fatores de risco das complicações do diabetes mellitus tipo 2, por meio de levantamento de dados sociodemográficos, hábitos de saúde, perfil antropométrico e bioquímico de pacientes diabéticos tipo 2, atendidos em Unidade Básica de Saúde, na cidade de Maringá, Paraná. Foram entrevistados e avaliados 66 pacientes acima de 50 anos, sendo 56

  13. Esôfago em quebra-nozes -- avaliação clínica de 97 pacientes Nutcracker esophagus -- clinical findings in 97 patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Filipe Duarte SILVA

    2000-10-01

    Full Text Available O esôfago em quebra-nozes é uma anormalidade manométrica, incluída entre os distúrbios motores primários do esôfago, caracterizada por ondas peristálticas que atingem elevada amplitude em esôfago distal, descrita inicialmente em pacientes com dor torácica não-cardíaca. Embora trabalhos posteriores tenham registrado o esôfago em quebra-nozes em pacientes com disfagia e, mais recentemente, o associado à doença do refluxo gastroesofágico, há bastante controvérsia em relação ao seu verdadeiro significado, sendo escassos os estudos clínicos envolvendo grande número de pacientes. Noventa e sete pacientes com o diagnóstico manométrico de esôfago em quebra-nozes, definido a partir de um grupo controle assintomático, foram estudados retrospectivamente quanto às características clínicas e propedêutica esofagiana, que incluiu endoscopia digestiva alta, esofagografia convencional e pHmetria esofagiana prolongada. Houve predomínio do sexo feminino (63,9 %, com média de idade de 54,3 anos. A queixa mais freqüente que determinou a realização do exame manométrico foi dor torácica, seguida de disfagia e pirose. As manifestações clínicas como um todo foram dor torácica (53,6%, disfagia (52,6%, pirose (52,6%, regurgitação (21,6%, queixas otorrinolaringológicas (15,4%, dispepsia (15,4% e odinofagia (4,1%. A maior parte dos pacientes apresentou sintomas múltiplos, sendo queixa única observada em 28% dos mesmos. A endoscopia digestiva alta demonstrou esofagite erosiva em 8% dos pacientes e a esofagografia convencional revelou distúrbio motor esofagiano em 16,4%. A pHmetria esofagiana prolongada diagnosticou refluxo gastroesofagiano anormal em 41,2% dos exames realizados. Concluiu-se que, controvérsias à parte, são encontradas outras queixas além de dor torácica e disfagia associadas ao esôfago em quebra-nozes e que é importante definir a associação com a doença do refluxo gastroesofágico para orientar a

  14. Mudança em pacientes de clínica-escola: avaliação de resultados e processos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanna Corte Honda

    2012-04-01

    Full Text Available Este artigo objetivou avaliar mudanças em pacientes atendidos em clínica-escola e compreender possíveis fatores que influenciaram os resultados das psicoterapias. A amostra foi composta por nove participantes (oito mulheres e um homem, com idade igual ou superior a 33 anos, em fase de término de atendimento psicoterápico. Realizou-se entrevista individual semiestruturada para avaliar eficácia adaptativa, estágio de mudança e sintomas psicopatológicos. Utilizaram-se a Escala Diagnóstica Adaptativa Operacionalizada Redefinida (EDAO-R, a Escala de Estágios de Mudança (EEM e a Escala de Avaliação de Sintomas (EAS-40. Os resultados sugerem ser possível esperar abrandamento dos sintomas psicopatológicos e progresso nos estágios de mudança. A qualidade da configuração adaptativa é mais resistente a melhoras. A aliança terapêutica positiva e a disposição do paciente como agente da própria mudança podem ter sido relevantes nos resultados das psicoterapias, ainda que não diretamente avaliados. São necessárias pesquisas longitudinais para o acompanhamento dos processos desde o início.

  15. Avaliação da satisfação dos pacientes atendidos em uma clínica-escola de fisioterapia de Santo André, SP

    OpenAIRE

    Suda,Eneida Yuri; Uemura,Missae Dora; Velasco,Eliane

    2009-01-01

    O objetivo deste estudo foi verificar o grau de satisfação com o atendimento fisioterapêutico de 51 pacientes (idade 47,6±14,8 anos) que estavam recebendo tal atendimento em uma clínica-escola que atende gratuitamente. O nível de satisfação foi avaliado por um questionário brasileiro, validado, sobre a satisfação dos pacientes com a fisioterapia. A ampla maioria (77%) dos pacientes eram de baixo nível socioeconômico. Os resultados mostram que os pacientes apresentam um alto nível de satisfaçã...

  16. Oral findings in patients with Apert Syndrome Achados bucais em pacientes com Síndrome de Apert

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele da Silva Dalben

    2006-12-01

    ção ectópica dos primeiros molares permanentes superiores e alterações de tecido mole, em indivíduos com síndrome de Apert. MATERIAIS E MÉTODOS: exame clínico e radiográfico de nove pacientes com síndrome de Apert, de 6 a 15 anos de idade, não anteriormente submetidos a tratamento ortodôntico ou ortognático. RESULTADOS: anomalias dentárias estavam presentes em todos os pacientes, com uma a oito anomalias por indivíduo. As anomalias mais freqüentes foram agenesia dentária, principalmente afetando os caninos superiores, e opacidades de esmalte (44,4% para ambos. Foi observada irrupção ectópica dos primeiros molares superiores em 33,3% dos pacientes; foram observados aumentos volumétricos laterais da mucosa palatina em 88,8% dos pacientes. CONCLUSÕES: a ocorrência de aumentos volumétricos laterais típicos da mucosa palatina concorda com a literatura. A alta prevalência de anomalias dentárias e irrupção ectópica pode sugerir uma possível relação etiológica com a síndrome.

  17. Oral lichen planus: two case reports in male patients = Líquen plano oral: relato de dois casos em pacientes masculinos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moraes, Maiara de

    2010-01-01

    Full Text Available Objetivo: O líquen plano é uma doença crônica sistêmica comum que envolve a mucosa oral, na maioria das vezes na ausência de lesões em pele. Embora relativamente comum, o líquen plano oral é alvo de muita controvérsia, especialmente em relação à sua patogênese e possibilidade de uma eventual transformação maligna. Assim, o objetivo deste trabalho é relatar dois casos de líquen plano em pacientes do sexo masculino e discutir os principais aspectos dessa lesão em relação a etiopatogênese e tratamento. Descrição do caso: Exames físicos e histopatológicos foram realizados para confirmar o diagnóstico de líquen plano oral. Foi prescrito elixir de dexametasona no primeiro caso e no segundo caso, foi prescrito o uso tópico de propionato de clobetasol 0,05%. Após quinze dias, os pacientes retornaram com regressão da lesão. Conclusão: Embora a ocorrência de líquen plano oral é comum, o diagnóstico preciso é necessário para que o correto tratamento possa ser realizado

  18. Resultados tardios da plastia mitral em pacientes reumáticos Late outcomes of mitral repair in rheumatic patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Soraya Barbosa de Oliveira Severino

    2011-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os resultados tardios da plastia mitral em pacientes reumáticos são controversos na literatura. OBJETIVO: Estudo observacional e prospectivo que avalia os resultados tardios e identifica os fatores associados à reoperação e à mortalidade em pacientes reumáticos submetidos à plastia da valva mitral. MÉTODOS: Incluídos somente os pacientes com valvopatia mitral reumática submetidos a plastia, com insuficiência tricúspide associada ou não. Excluídos os pacientes com outros procedimentos associados. Um total de 104 pacientes foi estudado. Sobrevida e reoperação foram avaliadas pela analise de Kaplan-Meier e regressão logística de Cox. RESULTADOS: O tempo de seguimento foi de 63 ± 39 meses (IC 95% 36 a 74 meses. A classe funcional III e IV estava presente em 65,4% dos pacientes no pré-operatório. Foram realizadas 33 plastias do anel posterior, 21 comissurotomias, 50 comissurotomias e plastias do anel posterior. Não houve mortalidade operatória e a tardia foi de três (2,8% pacientes. A reoperação tardia esteve associada à insuficiência mitral residual no pós-operatório (PINTRODUCTION AND AIMS: The long-term results after surgical repair of rheumatic mitral valve remain controversial in literature. Our aim was to determine the predictive factors which impact the long-term results after isolated rheumatic mitral valve repair and to evaluate the effect of those factors on reoperation and late mortality. METHODS: One hundred and four patients with rheumatic valve disease who had undergone mitral valve repair with or without tricuspid valve annuloplasty were included. All patients with associated procedures were excluded. The predictive variables for reoperation were assessed with Cox regression and Kaplan Meier survival curves. RESULTS: The mean follow-up time was 63 ± 39 months (CI 95% 36 to 74 months. The functional class III and IV was observed in 65.4% of all patients. The posterior ring annuloplasty was

  19. Astrocitoma subependimário de células gigantes em pacientes com esclerose tuberosa: achados em ressonância magnética de dez casos Subependymal giant cell astrocytoma in patients with tuberous sclerosis: magnetic resonance imaging findings in ten cases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Takata

    2007-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Relatar os achados de ressonância magnética (RM em 10 casos de astrocitoma subependimário de células gigantes (ASCG em pacientes com esclerose tuberosa (ET. MÉTODO: Foram estudados de forma retrospectiva 10 pacientes com ET e diagnóstico histológico comprovado de ASCG. Quatro pacientes eram do sexo masculino e seis do feminino, com idade média de 15,7 anos. Todos os pacientes foram investigados com RM, sendo os exames revisados por dois radiologistas, havendo decisão por consenso sobre os achados de imagem. Foram analisados os seguintes achados: localização, dimensões, intensidade de sinal em T1/T2, realce pós-contraste e outros achados associados. RESULTADOS: Todos os pacientes apresentaram lesão única sugestiva de ASCG, medindo entre 1,5 cm e 8 cm em seu maior diâmetro. Oito lesões foram encontradas junto ao forame de Monro (80% e duas adjacentes ao corpo do ventrículo lateral (20%. Os tumores apresentavam nas imagens pesadas em T1 médio sinal (70% e em T2 alto sinal (100%, com realce intenso após a administração do gadolínio (100%. CONCLUSÃO: Os astrocitomas subependimários de células gigantes em pacientes com ET em geral apresentam-se como lesão única próxima ao forame de Monro, com médio sinal nas imagens ponderadas em T1, alto sinal em T2 e realce intenso após a administração de contraste.OBJECTIVE: To report the magnetic resonance imaging (MRI findings in 10 patients with subependimal giant cell astrocytoma (SGCA and tuberous sclerosis (TS. METHOD: Ten patients were retrospectively studied, presenting TS and histologically proven SGCA. Four patients were male and six female, with mean age 15.7 years. All patients underwent MRI, which was analyzed by two radiologists, final diagnosis was reached by consensus. The following findings were studied: topography, size, signal intensity on T1/T2-weighted images, contrast enhancement and associated findings. RESULTS: All patients presented a single lesion

  20. Psychological distress in patients listed for liver transplantation Distress psicológico em pacientes na lista de espera para transplante de fígado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Duarte Martins

    2006-01-01

    Full Text Available PURPOSE: To assess the level of depression in patients listed for liver transplantation. METHODS: Sixty-four adult patients, listed for liver transplantation, were submitted to psychological evaluation, including assessment of depression by means of the Beck Depression Inventory. RESULTS: Twenty-two percent of the patients had mild/major depression. The group consisted mainly of male patients aged 47 on average, with a history of alcohol abuse and a Meld (Model for End-Liver Disease value of 14.5. Patients that had been awaiting liver transplant longer presented less severe liver disease according to the Child-Pugh criteria. CONCLUSION: It is extremely important to assess psychological distress in patients listed for liver transplantation. An interdisciplinary approach is essential to improve the patients' quality of life both in the pre- and post-transplant periods.OBJETIVO: Avaliar o nível de depressão de doentes que aguardam em fila para transplante de fígado. MÉTODOS: Sessenta e quatro pacientes adultos, com indicação para transplante de fígado, foram submetidos à avaliação psicológica, incluindo depressão, através do Beck Depression Inventory, após a inclusão em lista de espera. RESULTADOS: Vinte e dois por cento dos pacientes apresentaram depressão moderada/grave. O perfil deste grupo foi caracterizado como sexo masculino, com idade média de 47 anos, presença de alcoolismo e Meld (Model for End-Liver Disease de 14,5. Constatou-se que pacientes há mais tempo em lista apresentaram menor gravidade da doença hepática segundo a classificação de Child-Pugh. CONCLUSÃO: Ressalta-se a importância de avaliar o estado emocional de pacientes em fila de espera para transplante de fígado e da atuação interdisciplinar para melhoria da qualidade de vida dos pacientes, inclusive no pós-transplante.

  1. Conduta anestésica em balneoterapia de pacientes queimados: avaliação prospectiva de 2852 procedimentos Conducta anestésica en balneoterapia de pacientes quemados: evaluación prospectiva de 2852 procedimientos Anesthetic procedure for balneotherapy of burned patients: prospective evaluation of 2852 cases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Antônio de Freitas Cantinho

    2004-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A analgesia profunda no paciente queimado, que necessita de cuidados diários das lesões, constitui um campo de atuação do anestesiologista em que as referências de conduta ainda são muito escassas. O objetivo deste estudo foi avaliar a conduta anestésica em balneoterapia de pacientes queimados em 2852 procedimentos. MÉTODO: Foi realizada avaliação prospectiva das alternativas de analgesia e sedação empregadas por anestesiologistas, no período de 1 ano. Idade, peso, sexo, superfície corporal queimada (SCQ, drogas e doses empregadas, duração, monitorização, número de procedimentos por paciente e complicações foram registrados. Para a análise dos resultados, a amostra foi dividida em grupos: grupo A, com idade até 10 anos; grupo B, 11 a 17 anos; grupo C, 18 a 65 anos; grupo D, acima de 65 anos e os dados foram comparados. RESULTADOS: Foram 2852 procedimentos realizados em 134 pacientes. No grupo A, foram 743 procedimentos em 42 pacientes; no grupo B, 354 procedimentos em 16 pacientes; no grupo C, 1573 procedimentos em 68 pacientes; no grupo D, 182 procedimentos em 8 pacientes. Em toda a amostra, a S(+-cetamina por via venosa, como agente único, foi usada em 116 casos. A S(+-cetamina, associada ao midazolam, por via venosa, foi usada em 631 casos. A S(+-cetamina, associada ao midazolam e ao fentanil, por via venosa, foi usada em 1562 casos. A S(+-cetamina por via muscular, como agente único, foi empregada em 188 casos, sendo 173 no grupo A. O propofol foi associado em outros 149 casos. A cetamina racêmica foi usada em mais 142 casos. O alfentanil, como alguns outros agentes, foi pouco usado. A duração dos procedimentos foi de 29,3 ± 10,6 minutos; maior peso e SCQ se correlacionaram com aumento significante da duração. Houve 30 casos de diminuição da SpO2 abaixo de 90%, sendo 3 casos (0,59% no subgrupo que recebeu S(+-cetamina e midazolam por via venosa, e 24 casos (1,93% no que recebeu S

  2. Pesquisa de fungos em 20 pacientes com polipose nasossinusal Fungal research in 20 patientes with nasal polyposis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla R. Monteiro

    2002-10-01

    Full Text Available Introdução: Polipose nasossinusal é uma doença freqüente na prática clínica otorrinolaringológica. Sua associação com fungos, porém, tem recebido mais atenção apenas nos últimos 20 anos, principalmente após o reconhecimento da sinusite fúngica alérgica. Objetivo: Identificar a presença de fungos nos seios paranasais de pacientes portadores de polipose nasossinusal e analisar a reatividade destes pacientes para aeroalérgenos. Forma de Estudo: Clínico prospectivo. Material e Método: Avaliamos de forma prospectiva 20 pacientes com diagnóstico de polipose nasossinusal, que se apresentaram ao ambulatório de Otorrinolaringologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho. Durante o tratamento cirúrgico, a secreção removida dos seios paranasais foi colocada em Sabouraud com cloranfenicol e submetida à análise histopatológica. Foram dosados níveis séricos de IgE total, IgE específica para Aspergillus fumigatus e contagem de eosinófilos do sangue periférico. Testes cutâneos com antígenos de Dermatophagoides pteronyssinus, Dermatophagoides farinae, Blomia tropicalis, Blattella germânica, Blattella americana e Aspergillus fumigatus foram realizados .Resultados: Seis pacientes (30% apresentaram crescimento fúngico, sendo quatro Aspergillus sp, um Candida tropicalis e outro Cladophialophora carrionii. Treze (68,42% apresentaram teste de puntura positivo para os aeroalérgenos acima citados. Em dez pacientes (50% foi encontrada eosinofilia. Níveis séricos elevados de IgE total foram encontrados em oito (44,4%. Nível sérico elevado de IgE específica para Aspergillus fumigatus foi encontrado em apenas um. Conclusão: Salientamos a importância da pesquisa de fungos e de uma investigação do sistema imune nos pacientes com polipose nasossinusal para ser feito um diagnóstico preciso e tratamento adequado.Introduction: Nasal polyposis is a frequent disease in the otolaryngology clinical practice. The association

  3. A influência do turno de trabalho em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 The influence of the work shift in patients with type 2 diabetes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ticiana C. Rodrigues

    2008-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi investigar a relação entre trabalho em turnos e pacientes diabéticos tipo 2. MÉTODOS: Um estudo transversal foi realizado em uma coorte de 95 pacientes diabéticos que trabalham no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com o turno de trabalho noturno e diurno. Os pacientes foram submetidos à avaliação clínica e laboratorial. RESULTADOS: Não houve diferença significativa em relação à idade, sexo, duração do diabetes, índice de massa corporal, glicemia de jejum, teste A1c, triglicerídeos, colesterol total, LDL colesterol, HDL colesterol, creatinina sérica e ácido úrico. Maior média de circunferência abdominal foi encontrada no grupo de trabalhadores noturnos. CONCLUSÃO: A circunferência abdominal foi mais elevada no grupo de trabalhadores noturnos. Isto pode ser um indicativo de maior resistência insulínica neste grupo de pacientes. Nossa pesquisa indica que o trabalho em turnos não esta associado com piora no controle metabólico em indivíduos diabéticos, nem com a presença de nefropatia diabética.OBJECTIVE: This study aimed to investigate the relationship between the work shift and diabetic patients. METHODS: A cross-section study was performed in a cohort of 95 type 2 diabetic patients that work in the Hospital de Clinicas de Porto Alegre. Patients were divided into 2 groups according to the shift, day or night work. Patients underwent clinical and laboratory evaluations. RESULTS: There were no significant differences in age, gender, diabetes duration, body mass index, blood pressure, fasting glucose, A1c (1%, triglycerides, total cholesterol, LDL cholesterol, HDL cholesterol, serum creatinine and uric acid. A higher average of waist circumference was found in the group of night workers. CONCLUSION: Waist circumference was greater in the group of night workers; which may be indicative of insulin resistance in this group

  4. Avaliação audiológica em pacientes portadores de hipotireoidismo Audiologic evaluation in patients with acquired hypothyroidism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karlos Thiago Pinheiro dos Santos

    2010-08-01

    Full Text Available Surdez no hipotireoidismo já foi descrita por diversos autores, porém a fisiopatologia é incerta. OBJETIVOS: Realizar avaliações audiológicas de pacientes com hipotireoidismo adquirido. MATERIAL E MÉTODOS: Grupos de estudo: hipotireoidismo (GH, n-30 e controle (GC, n-30. Parâmetros estudados: gênero, tempo do hipotireoidismo, co-morbidades, sintomas cócleo-vestibulares, exames bioquímicos e hormonais, limiares audiométricos, PEATE e EOAT. RESULTADOS: Todos os participantes eram mulheres; em GH 70% dos pacientes apresentavam tireoidite de Hashimoto e 60% tinham diagnóstico de hipotireoidismo há mais de 5 anos. Depressão e hipertensão foram as principais co-morbidades do grupo GH. Todos os pacientes de GH tinham valores elevados de TSH e 50% deles apresentavam diminuição de T4 livre. Surdez neurossensorial foi detectada em 22 orelhas de GH e em 7 de GC. PEATE mostrou-se normal nos participantes do GC e alterado em 10 orelhas do GH, havendo predomínio do aumento de L-V. EOAT estiveram ausentes em 12 orelhas de GH e em 4 de GC. CONCLUSÕES: Os pacientes com hipotireoidismo apresentaram mais sintomas cócleo-vestibulares, limiares audiométricos mais elevados, prolongamento das latências absolutas de L-V no PEATE e ausência ou redução as amplitudes das emissões otoacústicas. Tais alterações não estavam associadas aos níveis de TSH e T4 livre.Hearing loss in hypothyroidism has been reported by many authors but its pathophysiology is unclear. AIMS: to study the audiological evaluation of patients with acquired hypothyroidism. MATERIALS AND METHODS: two groups were included: a hypothyroidism group (HG, n-30, and a control group (CG, n-30. Parameters studied: gender, time of hypothyroidism, comorbidities, cochleovestibular symptoms, biochemistry and hormonal exams (TSH, T4, tonal audiometry, TOAEs and BERA. RESULTS: all participants were women, 70% of the HG had Hashimoto thyroiditis, 60% of the HG had had the diagnostic of

  5. Características clínicas e prognóstico em pacientes com asma quase fatal em Salvador, Bahia Clinical characteristics and prognosis in near-fatal asthma patients in Salvador, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Vieira Ponte

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a frequência de asma quase fatal em um grupo de pacientes com asma grave, assim como as características clínicas e o prognóstico desses pacientes em um ano de seguimento. MÉTODOS: Estudo prospectivo envolvendo 731 pacientes de baixa renda com asma grave tratados em um ambulatório de referência para asma na cidade de Salvador (BA. Os pacientes realizaram espirometria na admissão do estudo, receberam medicações para asma e foram monitorizados quanto à frequência de exacerbações durante o seguimento. Uma subamostra de 511 pacientes também respondeu questionários de sintomas e de qualidade de vida relacionada a asma. RESULTADOS: Dos 731 pacientes estudados, 563 (77% eram do sexo feminino, com mediana de idade de 47 anos, e 12% não eram alfabetizados. A maioria dos pacientes apresentava rinite, e 70 (10% relataram asma quase fatal antes da admissão. Desses 70 pacientes, 41 (59% relataram terem sido intubados previamente. Os pacientes com asma quase fatal na admissão eram mais propensos a exacerbações de asma durante o acompanhamento e tiveram menor resposta ao tratamento do que aqueles sem asma quase fatal. Os resultados dos questionários no final do acompanhamento foram semelhantes nos dois grupos de pacientes. CONCLUSÕES: A frequência de asma quase fatal foi alta nesta população de pacientes com asma grave e de baixa renda. Os pacientes com histórico de asma quase fatal tiveram um pior prognóstico que aqueles sem esse histórico, embora tenham recebido o mesmo tratamento. Curiosamente, a intensidade dos sintomas e a qualidade de vida no final do estudo foram semelhantes entre os dois grupos de pacientes.OBJECTIVE: To determine the frequency of near-fatal asthma in a group of severe asthma patients, as well as the clinical characteristics and prognosis of these patients within a one-year follow-up period. METHODS: A prospective study involving 731 low-income patients with severe asthma treated at a

  6. Tratamento da dor em queimados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo José Alencar de Castro

    2013-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Apesar dos avanços, ainda é observado manejo analgésico inadequado dos pacientes com queimaduras. O objetivo desta revisão foi coletar dados sobre tratamento da dor em queimados. CONTEÚDO: Foi feita revisão sobre os mecanismos de dor, avaliação do paciente com queimadura e o tratamento farmacológico e não farmacológico. CONCLUSÕES: O manejo da dor em pacientes vítimas de queimaduras ainda é um desafio por parte da equipe multiprofissional. A avaliação frequente e contínua da resposta apresentada pelo paciente é muito importante, tendo em vista os vários momentos por que passa o paciente internado em decorrência de uma queimadura, além de uma terapêutica combinada com medicações analgésicas e medidas não farmacológicas. Entender a complexidade de alterações fisiopatológicas, psicológicas e bioquímicas apresentadas por um paciente em tratamento de queimadura é o primeiro passo para alcançar o sucesso no seu manejo analgésico.

  7. Prevalence of the HLA-DQB1*0602 allele in narcolepsy and idiopathic hypersomnia patients seen at a sleep disorders outpatient unit in São Paulo Prevalência do alelo HLA-DQB1*0602 em pacientes com narcolepsia e hipersonolência idiopática atendidos em ambulatório de sonolência em São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Morgadinho Santos Coelho

    2009-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Narcolepsy (with and without cataplexy and idiopathic hypersomnia, are disorders with common features but with different HLA-DQB1*0602 allele prevalence. The present study describes the prevalence of HLA-DQB1*0602 allele in narcoleptics with and without cataplexy and in patients with idiopathic hypersomnia. METHOD: Subjects comprised 68 patients who were diagnosed for narcolepsy or idiopathic hypersomnia and 23 healthy controls according to the International Classification of Sleep Disorders-2. Subjects comprised 43 patients with narcolepsy and cataplexy, 11 patients with narcolepsy but without cataplexy, 14 patients with idiopathic hypersomnia and 23 healthy controls. Genotyping of HLA-DQB1*0602 allele was performed for all subjects. RESULTS: The prevalence of the HLA-DQB1*0602 allele was increased in idiopathic hypersomnia and in narcoleptic patients with and without cataplexy when compared to healthy subjects (p = 0.04; p = 0.03 and p OBJETIVO: Narcolepsia (com e sem cataplexia e hipersonolência idiopática são transtornos com características clínicas comuns, mas com prevalências do alelo HLA-DQB1*0602 diferentes. Este estudo descreve a prevalência do alelo HLA-DQB1*0602 em pacientes narcolépticos com e sem cataplexia e em pacientes com hipersonolência idiopática. MÉTODO: A amostra consistiu de 68 pacientes com diagnóstico de narcolepsia ou hipersonolência idiopática e 23 controles saudáveis segundo o International Classification of Sleep Disorders-2. A amostra foi composta de 43 pacientes com narcolepsia e cataplexia, 11 pacientes com narcolepsia e sem cataplexia, 14 pacientes com hipersonolência idiopática e 23 controles saudáveis. A análise da presença do alelo HLA-DQ*0602 foi realizada em todos os sujeitos. RESULTADOS: A prevalência do alelo HLA-DQB1*0602 foi maior nos grupos de pacientes com hipersonolência idiopática e em pacientes narcolépticos com e sem cataplexia quando comparada com a dos sujeitos

  8. Stratus optical coherence tomography findings in patients with retinopathy of prematurity Tomografia de coerência óptica em pacientes com retinopatia da prematuridade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline do Lago

    2007-02-01

    Full Text Available PURPOSE: To describe morphological features of the macula in patients with retinopathy of prematurity. METHODS: Twelve premature babies with retinopathy of prematurity grades I, II and III underwent dilated fundus examination and optical coherence tomography evaluation. RESULTS: In all thirteen eyes of the twelve premature patients optical coherence tomography revealed a condensed retinal pigmented epithelial layer in the macular-foveal area shown by increased reflectivity. In these eyes the retinal layers were not well differentiated. Foveal depression was clearly evident in 23%. CONCLUSIONS: In premature patients with retinopathy of prematurity, optical coherence tomography revealed poorly differentiated layers in the macular region with increased reflectivity in retinal pigmented epithelial-choriocapillaris zone.OBJETIVO: Descrever os aspectos morfológicos da mácula em pacientes com retinopatia da prematuridade (ROP. MÉTODOS: Doze pacientes com retinopatia da prematuridade graus I, II and III foram submetidos a mapeamento de retina e avaliação por tomografia de coerência óptica. RESULTADOS: Em todos os treze olhos de 12 pacientes a tomografia de coerência óptica mostrou a camada do epitélio pigmentar hiperrefletiva, sendo a área macular com maior intensidade. Nesses olhos as camadas da retina não estavam totalmente diferenciadas. A depressão foveal ficou claramente evidente pela tomografia de coerência óptica em 23%. CONCLUSÃO: Nos pacientes prematuros com retinopatia da prematuridade, a tomografia de coerência óptica mostrou as camadas da retina pouco diferenciadas com aumento da refletividade na área macular do complexo epitélio retiniano pigmentar-coriocapilar.

  9. Letalidade e internacoes de pacientes em hemodialise em plano de saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Adriano Loureiro Bersan

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar desfechos clínicos de pacientes incidentes em hemodiálise vinculados a operadora de plano de saúde. MÉTODOS: Estudo de coorte de incidentes em hemodiálise em Belo Horizonte, MG, de 2004 a 2008, a partir de registros no banco de dados de operadora de planos de saúde. Variáveis independentes: sexo, idade, tempo entre primeira consulta com nefrologista e início da hemodiálise, tipo do primeiro acesso vascular, diabetes mellitus, tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento e óbito. Variáveis dependentes: tempo entre início da hemodiálise e óbito e tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento > 7,5 dias. Análise estatística: teste Qui-quadrado de Pearson na análise univariada para os desfechos óbito e tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento; método de Kaplan-Meier para análise de sobrevida; modelo de Cox e regressão Poisson para risco de óbito e chance de tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento > 7,5 dias. Foi utilizada ferramenta de Business Intelligence para extração dos dados e software Stata(r 10.0. RESULTADOS: Estudados 311 indivíduos em hemodiálise, 55,5% homens, média de 62 anos (dp: 16,6 anos. A prevalência aumentou 160% no período estudado. Na análise de sobrevivência a mortalidade foi maior entre os mais idosos, nos que não realizaram consulta com nefrologista, fizeram uso de cateter vascular temporário como primeiro acesso, com diabetes mellitus, nos que foram internados no mesmo mês do início da hemodiálise. No modelo de Cox associaram-se a maior risco para óbito a idade avançada, diabetes mellitus, não realizar consulta prévia com nefrologista e internar-se no primeiro mês de hemodiálise. Maior tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento não se associou ao sexo e diabetes. As variáveis não foram significativas na regressão Poisson. CONCLUSÕES: A avaliação pelo especialista antes do início da hemodiálise diminui o risco de

  10. Infecção pelo vírus Epstein-Barr em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico Epstein-Barr virus infection in patients with systemic lupus erythematosus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samuel Kosminsky

    2006-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre a atividade do lúpus eritematoso sistêmico (LES e a avidez das imunoglobulinas IgG anti-EBV. MÉTODOS: Analisou-se o sangue periférico de 66 pacientes distribuídos em dois grupos: 22 pacientes com LES em atividade e 44 pacientes com doença inativa. A presença e o índice de avidez de anticorpos IgG anti-EBV foram determinados pela técnica ELISA. (Enzygnost anti-EBV - Dade Behring. RESULTADOS: Identificou-se positividade no teste de detecção de IgG para EBV em 21 (95,5% pacientes do grupo LES ativo e em 40 (90,9% do grupo LES inativo. O índice de avidez alcançou valores 40 em 54 (88,5% pacientes, sendo 34 (85% do grupo LES inativo e 20 (95,2% do grupo LES ativo; em cinco (12,5% pacientes do grupo LES inativo, este índice ficou entre 20 e 40 e foi inferior a 20 em dois (3,3% pacientes. Adotando-se 20, 30 ou 40 como ponto de corte do índice de avidez, para diagnóstico de reativação da infecção por EBV, foram classificados como infecção reativada, nos grupos LES ativo e inativo, respectivamente: 1 (4,8% x 5 (12,5% pacientes, 1 (4,8% x 4 (10% pacientes e 1 (4,8% x 5 (12,5% pacientes. CONCLUSÃO: No presente estudo, não foi demonstrada associação entre a atividade do LES e a reativação do EBV. Esse fato parece indicar que a não eliminação dos linfócitos B infectados se deve à falha no mecanismo de apoptose ou à ação de linfócitos T citotóxicos, permitindo assim a progressão do LES.OBJECTIVE: To verify the association of SLE activity to the avidity of IgG anti-EBV immune globulins. METHODS: Peripheral blood of 66 patients was analyzed, 22 had active SLE and 44 had inactive SLE. Presence and avidity index of IgG anti-EBV antibodies were determined by the ELISA method (Enzygnost® anti-EBV/IgG - Dade Behring. RESULTS: IgG anti-EBV test was positive for 21 (95.5% patients in the active SLE group and 40 (90.9% in the inactive group. The avidity index was 40 for 54 (88.5% patients

  11. Capnografia volumétrica como meio de detectar obstrução pulmonar periférica precoce em pacientes com fibrose cística

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Ângela G. O. Ribeiro

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar a espirometria e a capnografia volumétrica (CapV para determinar se os valores amostrados pela capnografia acrescentam informações sobre doenças pulmonares precoces em pacientes com fibrose cística (FC. MÉTODOS: Este foi um estudo do tipo corte transversal envolvendo pacientes com FC: Grupo I (42 pacientes, 6-12 anos de idade e Grupo II (22 pacientes, 13-20 anos de idade. Os grupos controle correspondentes eram formados por 30 e 50 indivíduos saudáveis, respectivamente. A capacidade vital forçada (CVF, o volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1 e a relação VEF1/CVF foram determinados pela espirometria. Através da CapV, medimos a saturação periférica de oxigênio (SpO2, a frequência respiratória (FR, o tempo inspiratório (TI, o tempo expiratório (TE e o slope da fase III normalizado pelo volume corrente (slope da fase III/Vc. RESULTADOS: Em comparação com os grupos controle, todos os pacientes com FC apresentaram valores de slope da fase III/Vc (p < 0,001 mais altos independentemente do estágio de doença pulmonar. O slope da fase III/Vc foi significantemente mais alto nos 24 pacientes que tiveram resultados normais de espirometria (p = 0,018. Os pacientes do Grupo II apresentaram valores de CVF, VEF1, VEF1/CVF (p < 0,05 e SpO2 (p < 0,001 mais baixos que os pacientes do Grupo I. Os pacientes do Grupo II, comparados com os do Grupo Controle II, apresentaram FR (p < 0,001 mais alta e valores de TI e TE (p < 0,001 mais baixos. CONCLUSÕES: Todos os pacientes com FC mostraram ter valores mais altos de slope da fase III/Vc quando comparados com os pacientes dos grupos controle. A CapV identificou a heterogeneidade da distribuição da ventilação nas vias aéreas periféricas dos pacientes com FC que apresentaram espirometria normal.

  12. Insuficiência renal aguda em pacientes com sepse grave: fatores prognósticos = Acute renal injury in patients with severe sepsis: prognostic factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Okamoto, Thábata Yaedu

    2012-01-01

    Conclusões: A insuficiência renal aguda foi ocorrência comum nos pacientes com sepse, fazendo parte de um quadro de disfunção de múltiplos órgãos e sistemas, particularmente nos pacientes com diagnóstico de choque séptico, estando associada a aumento da probabilidade de morte nesses pacientes graves. O uso de drogas vasoativas foi o único fator de risco para mortalidade em pacientes com sepse e insuficiência renal aguda que se manteve na análise multivariada. Estes resultados apontam para a importância do tratamento precoce dos quadros de sepse grave a tempo de prevenir a evolução para choque séptico e para insuficiência renal

  13. EFEITOS DO TREINAMENTO AERÓBICO E DO FORTALECIMENTO EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Calegari

    Full Text Available RESUMO Introdução: A intolerância ao exercício e a dispneia são os principais sintomas da insuficiência cardíaca (IC. Objetivo: Avaliar os efeitos de um programa de exercícios aeróbicos e de fortalecimento sobre a aptidão cardiorrespiratória, o pico de torque dos flexores e extensores de joelho e a qualidade de vida de pacientes com IC. Métodos: Estudo prospectivo, com avaliação pré e pós-reabilitação cardiovascular (RCV de sete pacientes, com idade de 61 ± 6 anos, classe funcional II e III e fração de ejeção do ventrículo esquerdo 45,4 ± 2,3%. O programa de RCV consistiu em 24 sessões de 60 minutos com treinamento aeróbico na intensidade do limiar de anaerobiose (LA e fortalecimento dos membros inferiores usando caneleiras de 3 a 5 kg. No início e após RCV os pacientes realizaram prova de esforço, dinamometria isocinética do joelho dominante e responderam o questionário WHOQOL-bref. Resultados: Após RCV, o tempo de exercício para atingir o LA foi atrasado (p= 0,04 e houve aumento significativo no consumo de oxigênio (VO2 (p < 0,01, da frequência cardíaca (FC (p= 0,04, pulso de oxigênio (VO2/FC (p = 0,02 e ventilação (VE (p = 0,01 na intensidade do LA. Houve aumento do pico de torque dos músculos extensores de joelho (p = 0,02 e melhora significativa do domínio psicológico (p = 0,04 do questionário de qualidade de vida. Conclusão: O programa de RCV foi seguro e resultou em melhora do desempenho de exercícios submáximos, da força dos músculos extensores de joelho e da qualidade de vida de pacientes com IC.

  14. Caracterização clínica dos pacientes sob ventilação mecânica internados em unidade de terapia intensiva / Clinical characterization of patients under mechanical ventilation in an intensive therapy unit

    OpenAIRE

    Camila Llima Ribeiro; Islene Victor Barbosa; Renata Saraiva Martins da Silva; Virna Ribeiro Feitosa Cestari; Kiarelle Lourenço Penaforte; Ires Lopes Custódio

    2018-01-01

    RESUMO Objetivo: Descrever as características clínicas de pacientes sob ventilação mecânica internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Métodos: Estudo transversal e quantitativo, com amostra de 90 pacientes internados em um hospital referência em atendimento de doenças cardiopulmonares, situado na cidade de Fortaleza/Ceará. Coleta de dados realizada em outubro de 2016 através de um instrumento estruturado. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Intituição sob o p...

  15. A relação médico-paciente em Rio Branco/AC sob a ótica dos pacientes Patient - physician relationship in Acre, Rio Branco, from the patient's point of view

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Graças Alves Pereira

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar, em uma Unidade de Saúde de Rio Branco, o nível de satisfação dos pacientes com a relação médico-paciente (RMP praticada. MÉTHODS: Estudo descritivo-analítico. Foram entrevistados 50 pacientes egressos de internação recente na Fundação Hospital Estadual do Acre (FUNDHACRE, com idades entre 18 e 50 anos. Foram excluídos pacientes em diálise ou UTI, com estado de consciência alterado, portadores de deficiência mental, impossibilitados de comunicação verbal e que não concordaram em participar. O teste de Qui-quadrado (chi2 foi usado para comparação entre as variáveis categóricas, com grau de significância para pBACKGROUND: The main objective of the present paper is to evaluate the satisfaction levels with the physician-patient relationship (PPR practiced at a health care unit of Rio Branco, Acre, Brazil. Interviews were carried out right after patients' dismissal from the "Fundação Hospital Estadual do Acre". METHODS: Descriptive and analytical analyses were performed. Fifty patients 18 to 50 years of age were studied. Semi-structured questionnaires were used. Patients with altered states of consciousness, mental deficiency or verbal communication impairment and those who were not willing to participate in the research were excluded. Descriptive data were appraised for SPSS®. RESULTS: Sixty-four percent of the patients (32/50 believe that the physician- patient relationship interferes with patients' improvement; Seventy percent (35/50 evaluated their physician-patient relationship as satisfactory and seventy two percent (36/50 considered positive, the attention received from physicians. Albeit results are in accordance with the cultural expectations, further research on this subject is recommended. CONCLUSIONS: the satisfaction with PPR, showed association with the variables related to the personal form of communication practiced between physicians and patients.

  16. Impacto do uso de psicotrópicos na dispersão do intervalo QT em pacientes adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno de Queiroz Claudio

    2014-06-01

    Full Text Available Fundamento: A dispersão do intervalo QT induzida por fármacos tem sido associada a arritmias ventriculares potencialmente fatais. Pouco se conhece sobre o uso de psicotrópicos, isolados ou em combinação com outros fármacos, na dispersão do QT. Objetivo: Avaliar o impacto do uso psicotrópicos na dispersão do intervalo QT em pacientes adultos. Métodos: Estudo de coorte observacional, envolvendo 161 pacientes hospitalizados em um departamento de emergência de hospital terciário, estratificados em usuários e não usuários de psicotrópicos. Dados demográficos, clínicos, laboratoriais e de fármacos em uso foram coletados à admissão, bem como o eletrocardiograma de 12 derivações, com a mensuração do intervalo e da dispersão do QT. Resultados: A dispersão do intervalo QT foi significativamente maior no grupo de usuário de psicotrópicos comparado ao grupo não usuário (69,25 ± 25,5 ms vs. 57,08 ± 23,4 ms; p = 0,002. O intervalo QT corrigido pela fórmula de Bazzett também se mostrou maior no grupo de usuário de psicotrópicos, com significância estatística (439,79 ± 31,14 ms vs. 427,71 ± 28,42 ms; p = 0,011. A análise por regressão linear mostrou associação positiva entre o número absoluto de psicotrópicos utilizados e a dispersão do intervalo QT, com r = 0,341 e p < 0,001. Conclusão: Na população amostral estudada, o uso de psicotrópicos se mostrou associado ao aumento da dispersão do intervalo QT, e esse incremento se acentuou em função do maior número de psicotrópicos utilizados.

  17. Síndrome de Möbius: achados clínicos e cirúrgicos em 7 pacientes Möbius syndrome: clinical and surgical findings in 7 patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Galton Carvalho Vasconcelos

    2001-06-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar o quadro clínico, as anormalidades gestacionais e de parto e os resultados na cirurgia de estrabismo em pacientes com síndrome de Möbius. Métodos: Foram estudados, retrospectivamente, 7 pacientes com diagnóstico de síndrome de Möbius, dos quais 6 foram submetidos à cirurgia de estrabismo. Resultados: Além dos achados clássicos que caracterizam a síndrome, em todos os casos estudados observaram-se alterações gestacionais ou de parto. Em 2 pacientes encontrou-se no per-operatório, inserção posteriorizada do reto medial. Graças à fixação cruzada, esses pacientes geralmente não desenvolvem ambliopia. Conclusão: A cirurgia, quando indicada, deve constar apenas dos retrocessos musculares e acredita-se que o planejamento cirúrgico deva ser menor do que o feito em casos de paralisia isolada do nervo abducente de mesmo valor.Purpose: To evaluate clinical features, pregnancy and labour abnormalities and the results of strabismus surgery in patients with Möbius syndrome. Methods: The authors studied retrospectively 7 patients with Möbius syndrome, of whom 6 were submitted to strabismus surgery. Results: In addition to the classical findings that characterize the syndrome, pregnancy and labour insults were observed in all cases. In 2 patients a posterior medial rectus insertion was found during surgery. Due to cross-fixation, these patients usually do not develop amblyopia. Conclusions: Surgery should consist of muscle recessions, but recessing them less than it would be done for similar isolated abducens palsy.

  18. Análise do tempo de ventilação mecânica e internamento em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luiz Lisboa Cordeiro

    2017-04-01

    Full Text Available Introdução: Pacientes submetidos à cirurgia cardíaca (CC necessitam de ventilação mecânica invasiva (VMI após o procedimento cirúrgico, sendo que um tempo prolongado de VMI pode levar a um aumento do tempo de permanência na Unidade de Terapia Intensiva (UTI. Objetivo: Verificar se o tempo de VMI interfere no tempo de internação em UTI. Métodos: Foram analisados, prospectivamente, pacientes submetidos à CC e que permaneceram por um tempo inferior a 24 horas na VMI. Foram selecionados 69 pacientes, os quais foram admitidos na UTI e acompanhados até o momento da extubação. Com esse dado encontrou-se o tempo que permaneceram em VMI e, depois, quantos dias permaneceram internados na UTI até o momento da alta da unidade. Resultados: A maior parte dos pacientes submetidos à CC foi do sexo masculino (56,5%; a idade média foi de 55,93±14,29 anos; o tipo de cirurgia mais prevalente foi a revascularização miocárdica (71,0%; o tempo médio de circulação extracorpórea (CEC foi de 65,05±20,06 minutos; o tempo médio de internação na UTI foi de 2,18±1,10 dias; o tempo de VMI foi de 7,32±2,66 horas. Não se verificou significância estatística entre essas duas últimas variáveis com um p=0,43. Conclusão: Pode-se concluir que não houve correlação entre o tempo de ventilação mecânica e tempo de internação em UTI em pacientes que não apresentaram complicações pós-operatórias imediatas e que permaneceram menos de 12 horas sob ventilação mecânica.

  19. Significados e práticas da espiritualidade no contexto dos cuidados paliativos em pacientes oncológicos adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denis Iaros Silva da Silva

    2011-10-01

    Full Text Available Objetivou-se conhecer os significados e práticas da espiritualidade para os pacientes oncológicos adultos, enfermeiros e família no contexto dos cuidados paliativos. Elaborou-se uma revisão integrativa nas bases de dados CINAHL, SciELO, LILACS e MEDLINE, com os descritores palliative care, spirituality e nursing, no período de novembro de 2007 a novembro de 2009. A amostra constituiu-se de 11 artigos. Dentre os significados que se destacaram, para os pacientes e enfermeiros evidenciou-se fonte de conforto e para a família fonte de cura e manutenção da saúde. Dentre as práticas evidenciadas encontram-se, para os pacientes, ir a igreja, para os enfermeiros, estar presente e, para a família, exercício da caridade. Diferentes significados e práticas reveladas neste estudo evidenciam uma gama de possibilidades que poderão ser aplicadas na prática clínica. Conclui-se que a espiritualidade pode ajudar pacientes, familiares, enfermeiros e demais profissionais a enfrentarem melhor as situações de iminência de fim da vida ou mesmo a morte em si.

  20. PESQUISA DE HEMOGLOBINOPATIAS E TALASSEMIAS EM PACIENTES PORTADORES DE LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO.

    OpenAIRE

    Castro, Frank Sousa

    2005-01-01

    13 O Lúpus Eritematoso Sistêmico é uma doença tipicamente multigênica e multifatorial, com grande complexidade clínica e fisiopatológica. As causas do LES não são totalmente conhecidas, mas sabe-se que fatores ambientais e genéticos estão envolvidos. As manifestações clínicas observadas em pacientes acometidos pelo LES são diversificadas como fadiga, mal-estar, emagrecimento, artrite, febre, nefrite, vasculite e anemias. Dentre as várias manifestações clínicas observadas ...

  1. Advanced Hodgkin's lymphoma: results in 216 patients treated with ABVD in Brazil Linfoma de Hodgkin em estádio avançado: resultados do tratamento em 216 pacientes tratados com ABVD no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Britto

    2010-01-01

    Full Text Available The outcome of Hodgkin's lymphoma (HL has markedly improved over the last few decades, placing HL among the human cancers with highest cure rates. However, data about treatment outcomes in developing countries are scarce. From 1996 to 2005, 370 consecutive patients with HL treated in three public institutions in Rio de Janeiro were identified. A total of 216 patients who presented with advanced stage (IIB-IV HL were selected for the present analysis. Patients with advanced disease were treated with ABVD, complemented or not by radiation therapy. The median follow-up time of survivors was 6.3 years (1-11.8. Fifteen patients died during first-line treatment. The complete remission rate was 80%. The 5-year progression-free survival (PFS and the 5-year overall survival (OS probabilities were 69% and 83%, respectively. The 5-year PFS in low-risk and high-risk patients were 81% and 62% (p=0.003, respectively. The 5-year OS in low-risk and high-risk International Prognostic Score patients were 89% and 78% (p=0.02, respectively. The present study provides a representative estimate of current treatment results for advanced HL in public institutions in an urban area in Brazil. It is clear that full treatment can be given to most patients, although those with very low socio-economic status might require special attention and support. Since Brazil is a large country, with substantial interregional heterogeneity, a nationwide registry of HL patients is currently being implemented.Os resultados do tratamento do linfoma de Hodgkin (LH melhoraram substancialmente ao longo das últimas décadas e tornaram o LH uma das neoplasias humanas com maior chance de cura. Entretanto, os dados sobre tratamento em países em desenvolvimento são escassos. Entre 1996 e 2005, 370 pacientes consecutivos com LH tratados em três instituições públicas no Rio de Janeiro foram identificados. Destes, 216 em estádio avançado (IIB-IV foram selecionados para esta análise. Os

  2. Resultados da associação trabeculotomia-trabeculectomia em pacientes não idosos Results of trabeculotomy-trabeculectomy in not elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angelo Ferreira Passos

    2009-08-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar os resultados da associação trabeculotomia-trabeculectomia (Tro-Trec em pacientes de 12 a 50 anos, com glaucoma moderado ou avançado. Métodos: estudo prospectivo de 19 olhos de 13 pacientes, de 12 a 50 anos (média de 33,77 ± 11,43, submetidos à Tro-Trec e seguidos por 21,6 ± 7,2 (5,1 a 29,7 meses. Resultados: A pressão intraocular, (PIO média inicial de 32,03 ± 10,01 mmHg (variando de 12 a 50, foi reduzida para 9,42 mmHg ± 3,50 (2 e 16, com redução da medicação tópica de 1,47 ± 1,54 (0 a 4 para 0,16 ± 0,37 (0 a 1 medicamentos. A PIO alvo foi atingida em 15 (78,94% olhos. Houve acentuada redução da PIO mesmo em olhos sem bolhas significativas. O procedimento resultou em hipotonia persistente em três olhos. Conclusão: A cirurgia proposta foi eficaz. A acentuada redução da PIO em olhos sem bolhas significativas sugere que, na faixa etária analisada, a trabeculotomia isolada pode ser suficiente para controle da PIO em alguns pacientes. A incidência de hipotonia foi significativa, porém não superior à relacionada à trabeculectomia isolada, para a mesma faixa etária.Purpose: To evaluate the results of the trabeculotomy-trabeculectomy combined procedure in 12 to 50 years old patients with moderate and advanced glaucoma. Methods: Nineteen eyes of thirteen patients underwent a trabeculotomy-trabeculectomy procedure and were prospectively analyzed and followed up for 21,6 ± 7,2 (5,1 a 29,7 months. Results: IOP was reduced from 32,03 ± 10,01 (12 to 50 mmHg to 9,42 ± 3,50 (2 e 16 mmHg with the number of topical medications being reduced from 1,47 ± 1,54 (0 a 4 to 0,16 ± 0,37 (0 a 1. The target IOP was obtained in 15 of the eyes (78,94%. A great IOP reduction was obtained in eyes without significant blebs. Three eyes developed persistent hipotony. Conclusion: The procedure proved to be effective. The IOP reduction in eyes without significant blebs make us to infer that isolated trabeculotomy should be

  3. Estudo do manejo do estresse em pacientes acometidos por alopecia areata Estudio del manejo del estrés en pacientes acometidos por alopecia areata A study of stress management in patients stricken by alopecia areata

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Maria Godinho

    2009-03-01

    Full Text Available Alopecia Areata é uma dermatose caracterizada pela perda repentina de pêlos em uma única ou em várias áreas, na forma de círculo. Normalmente a perda se inicia no couro cabeludo, podendo também ocorrer em outras partes do corpo. Fatores emocionais traumáticos são referidos como desencadeantes. Um grupo de 12 pacientes acometidos de alopecia areata foi avaliado por meio de entrevista psicológica e do método de Rorschach (Sistema Compreensivo por Exner, com vista a identificar as condições de personalidade dos pacientes no que se refere ao manejo do estresse. Todos os pacientes relataram episódios traumáticos em suas vidas que poderiam ser considerados como desencadeantes da doença, e nove apresentaram nítidas dificuldades no controle e manejo do estresse.Alopecia Areata es una dermatosis caracterizada por la pierda de pelos, de forma rápida y en áreas. La pierda ocurre normalmente en los cabellos, como también en partes del cuerpo. Factores emocionales traumáticos son referidos como desencadenantes. Un grupo de 12 pacientes acometidos de alopecia areata fue evaluado por medio de entrevista psicológica y método de Rorschach (Sistema Comprensivo por Exner, pretendiendo un estudio exploratorio de la dinámica emocional y de la influencia de los factores psicológicos en la etiología de la alopecia areata. Todos los pacientes relataron episodios traumáticos en sus vidas que podrían ser considerados como desencadenantes de la enfermedad, y nueve presentaron nítidas dificultades en el control y manejo del estrés.Alopecia areata is a common dermatological disorder characterized by the rapid loss of hair in single or multiple patches. Hair loss is often on the scalp, but can also occur in other areas of the body. Psychological traumas have often been cited as precipitating factors. An evaluation of a group of twelve patients diagnosed with alopecia areata was undertaken using psychological interviews and the Rorschach Test

  4. Avaliação da fenda palpebral após aplicação de toxina botulínica tipo A em pacientes com distonias faciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Eleonora Pereira Cunial

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a medida da fenda palpebral em pacientes com blefaroespasmo essencial benigno (BEB e espasmo hemifacial (EHF após a aplicação periocular de toxina botulínica tipo A. MÉTODOS: Foram estudados pacientes portadores de BEB e EHF submetidos à injeção periocular de toxina botulínica tipo A pela técnica inner orbital de aplicação. Os pacientes foram fotografados em PPO antes da aplicação e catorze dias depois dela. A fenda palpebral foi mensurada nestas imagens por meio de processamento computadorizado de imagens, utilizando o programa ImageJ. As alterações da fenda palpebral foram observadas comparando-se as medidas obtidas no pré e pós-aplicação. RESULTADOS: Comparando-se as imagens obtidas com o programa ImageJ, houve aumento estatisticamente significante (p<0,001 da fenda palpebral em 14 olhos (51,8% após a aplicação de injeção periocular da toxina botulínica e nenhuma das imagens analisadas apresentou diminuição da fenda palpebral. CONCLUSÃO: No presente estudo, os pacientes portadores de distonias faciais apresentaram aumento de fenda palpebral estatisticamente significante após aplicação periocular de toxina botulínica tipo A.

  5. INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO: MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA O PACIENTE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Carneiro Mussi

    Full Text Available Baseado em pesquisa das expectativas de 30 pacientes internados em unidade coronária, os autores apresentam um manual de orientação para o paciente com diagnóstico de Infarto Agudo do Miocárdio. O objetivo do manual é ser um complemento do tratamento dos pacientes com Infarto do Miocárdio, a principal causa de morte em nosso pais. É composto por informações sobre o que é a doença, os fatores de risco a ela associados, retorno as atividades e tratamento.

  6. Terapia nutricional oral em pacientes com Síndrome do Intestino Curto Oral dietetic therapy in patients with Short Bowel Syndrome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Barbosa NONINO

    2001-12-01

    Full Text Available A Síndrome do Intestino Curto representa um dos quadros mais sérios e graves de má-absorção e a terapêutica dietética destes pacientes é um desafio importante a ser enfrentado. Este trabalho teve como objetivo descrever a terapia dietética via oral e a sua participação em evitar a desnutrição protéico-energética em portadores de Síndrome do Intestino Curto seguidos na Unidade Metabólica da Divisão de Nutrologia do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Foram acompanhados 12 pacientes, 7 homens e 5 mulheres, idade de 55 ± 10 anos, por um período de 24 meses. Eles receberam, concomitantemente à nutrição parenteral central ou periférica, dieta via oral fracionada em 7 a 8 refeições/dia, em intervalos regulares e constantes, com pequeno volume por refeição, hipogordurosa e restrita em açúcares simples e fibras insolúveis. As refeições eram isoenergéticas, isoprotéicas, sendo oferecidas em média 35 kcal/kg/dia e 1,5 g de proteína/kg/dia. Inicialmente eram oferecidos 25 a 50% do planejado e a variação de alimentos era restrita a 1 ou 2 alimentos. Com aceitação progressiva a oferta total de nutrientes era alcançada em 40 a 50 dias. Os resultados mostraram que 59% dos pacientes seguiram as orientações em relação ao consumo energético e 100% apresentaram ingestão protéica em quantidade adequada. Ao final do estudo cerca de 50% dos pacientes apresentaram índice de massa corporal dentro da faixa de normalidade e 92%, valores normais nos níveis de albumina sérica. Considerando o déficit absortivo destes pacientes