WorldWideScience

Sample records for parto em gestantes

  1. Aconselhamento em DST/Aids às gestantes que realizaram o teste anti-HIV na admissão para o parto: os sentidos de uma prática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia de Lima Fonseca

    Full Text Available Foram analisadas as práticas e os sentidos do aconselhamento para gestantes submetidas ao teste anti-HIV na admissão para o parto, e para profissionais de saúde que atuam na assistência à maternidade em Salvador, Brasil. Foi realizado um estudo qualitativo em uma maternidade, com observação participante e entrevistas semiestruturadas com 13 puérperas sem diagnóstico prévio para o HIV e sete profissionais de saúde. Observou-se que o exame anti-HIV é realizado de forma compulsória, sem considerar a autonomia da gestante, e que o aconselhamento se limita a informar o diagnóstico e dar orientações no pós-teste somente àquelas cujos resultados foram positivos. Os sentidos que permeiam o exame, assim como o entendimento da experiência e os significados construídos pelas puérperas, sobretudo quando se descobrem positivas para o HIV, não são abordados pelos profissionais, que não se sentem capacitados para acolherem a subjetividade das pacientes.

  2. Aconselhamento em DST/Aids às gestantes que realizaram o teste anti-HIV na admissão para o parto: os sentidos de uma prática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia de Lima Fonseca

    2012-06-01

    Full Text Available Foram analisadas as práticas e os sentidos do aconselhamento para gestantes submetidas ao teste anti-HIV na admissão para o parto, e para profissionais de saúde que atuam na assistência à maternidade em Salvador, Brasil. Foi realizado um estudo qualitativo em uma maternidade, com observação participante e entrevistas semiestruturadas com 13 puérperas sem diagnóstico prévio para o HIV e sete profissionais de saúde. Observou-se que o exame anti-HIV é realizado de forma compulsória, sem considerar a autonomia da gestante, e que o aconselhamento se limita a informar o diagnóstico e dar orientações no pós-teste somente àquelas cujos resultados foram positivos. Os sentidos que permeiam o exame, assim como o entendimento da experiência e os significados construídos pelas puérperas, sobretudo quando se descobrem positivas para o HIV, não são abordados pelos profissionais, que não se sentem capacitados para acolherem a subjetividade das pacientes.

  3. Uso de misoprostol retal para indução do parto em gestantes com amniorrexe prematura: ensaio clínico fase II Use of rectal misoprostol for induction of labor in patients with premature rupture of membranes: a phase II clinical trial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Carlos Nogueira Arcanjo

    2003-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar se o misoprostol por via retal constitui método efetivo para indução do parto em gestantes com amniorrexe prematura a termo. MÉTODOS: realizou-se estudo piloto, incluindo 32 gestantes com amniorrexe prematura entre 36 e 41 semanas, feto vivo e único, em apresentação cefálica, escore de Bishop 18 horas receberam antibiótico (penicilina cristalina para profilaxia de infecção estreptocócica. Analisaram-se desfechos diversos como intervalo entre indução e início do trabalho de parto, entre indução e parto, incidência de taquissistolia, tipo de parto, incidência de corioamnionite e resultados neonatais. A análise estatística foi realizada no programa de domínio público Epi-Info 2002, calculando-se médias com os respectivos desvios-padrão, além de distribuições de freqüência. Realizou-se análise de sobrevivência para determinação do percentual de partos em função do tempo transcorrido (em horas desde a administração do primeiro comprimido. RESULTADOS: os intervalos (média ± desvio padrão entre indução e início das contrações e entre indução e parto foram de, respectivamente, 299,8±199,9 e 681±340,5 minutos. Observou-se freqüência de 9,4% de taquissistolia. Cerca de 72% das pacientes evoluíram para parto vaginal. Diagnosticou-se corioamnionite em 12,5% dos casos. As medianas dos escores de Apgar foram de 8 e 9 no primeiro e quinto minuto, respectivamente. Não houve nenhum caso de Apgar PURPOSE: to investigate whether rectally administered misoprostol is an effective method for induction of labor in patients with premature ruptured membranes at term. METHODS: a pilot trial was conducted, enrolling 32 women with alive, singleton, cephalic fetus and ruptured membranes between 36 and 41 weeks of pregnancy, with Bishop score 18 h received antibiotics (crystalline penicillin for prophylaxis of streptococcal infeccion. Outcomes included time from induction to labor and induction to

  4. Atividade fisica em gestantes assistidas na atencao primaria a saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonieta de Barros Leite Carvalhaes

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar o padrão de atividade física de gestantes de baixo risco e os fatores associados. MÉTODOS Estudo transversal com 256 gestantes adultas no segundo trimestre gestacional, sorteadas dentre as assistidas pelas unidades de atenção primária à saúde do município de Botucatu, SP, em 2010. As atividades físicas foram investigadas por meio do “pregnancy physical activity questionnaire”, verificando-se tempo e intensidade de atividades ocupacionais, de deslocamento, domésticas e de lazer, expressos em equivalentes metabólicos dia. As gestantes foram classificadas segundo nível de atividade e em relação a atingir 150 min/semana de atividades físicas de lazer, variáveis dependentes do estudo. A associação entre essas variáveis e as socioeconômicas, características maternas, fatores comportamentais e modelo de atenção da unidade de saúde foi avaliada mediante modelos de regressão de Poisson com variância robusta, adotando-se modelo hierárquico. RESULTADOS A maior parte das gestantes era insuficientemente ativa (77,7%, 12,5% moderadamente ativa e 9,8% vigorosamente ativa. Os maiores gastos diários de energia foram com atividades domésticas, seguidas pelas atividades de locomoção; 10,2% atingiram a recomendação de 150 min semanais de atividades físicas de lazer. Trabalho fora de casa reduziu a chance de atingir essa recomendação (RP = 0,39, IC95% 0,16;0,93. Ter tido pelo menos um parto anterior (RP = 0,87, IC95% 0,77;0,99 e excesso ponderal pré-gestacional (RP = 0,85, IC95% 0,731;0,99 reduziram a chance de ser insuficientemente ativa, enquanto consumir menos alimentos saudáveis teve aumento discreto (RP = 1,18, IC95% 1,02;1,36. CONCLUSÕES Gestantes assistidas na atenção primária à saúde são insuficientemente ativas. Ter tido pelo menos um parto e apresentar sobrepeso pré-gestacional foram identificados como fatores protetores contra tal situação, enquanto consumo menos frequente de alimentos

  5. Prevalência e fatores associados à prematuridade entre gestantes submetidas à inibição de trabalho de parto prematuro Prevalence and risk factors associated to preterm delivery among pregnant women submitted to preterm labor inhibition treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucila Coca Bezerra

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar a prevalência de parto prematuro em gestantes submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro e analisar os fatores associados. MÉTODOS: estudo transversal, com dados coletados de 163 prontuários de gestantes submetidas a tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro atendidas em 1995-2000, no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, Brasil. A variável dependente constituiu-se na ocorrência de parto prematuro e as independentes foram: idade, escolaridade, ocupação, paridade, companheiro, tabagismo, infecção urinária prévia, número de consultas pré-natal e intervalo interpartal. A análise foi feita pelo teste de associação pelo Qui-quadrado e modelos de regressão logística univariado e múltiplo. RESULTADOS: 66,3% das gestantes tiveram filhos prematuros e, em 22,7% dos casos, o parto ocorreu antes de 34 semanas. Houve associação estatística significativa entre parto prematuro e ser nulípara e apresentar número baixo de consultas pré-natal. CONCLUSÕES: atenção especial deve ser dada às gestantes nulíparas e com número reduzido de consulta pré-natal submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro, com a finalidade de prevenir esse evento.OBJECTIVES: to identify preterm delivery prevalence in pregnant women submitted to preterm delivery inhibition treatment and to analyze associated factors. METHODS: cross sectional study with data collected from 163 pregnant women medical files seen from 1995-2000 at the University Hospital of the University of São Paulo, Brazil. The dependent variable was preterm delivery and the independent ones were: age, education, job, parity, companion, smoking, prior urinary infection, number of prenatal medical visits and birth interval. Analysis was performed through association by the Chi-square test and univariate and multiple logistic regression models. RESULTS: 66.3% of the women had preterm

  6. Diabetes nos partos hospitalares em sistemas de saude publico e privado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Regina de Souza Teixeira

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar tendências da presença do diagnóstico de diabetes mellitus em partos hospitalares. MÉTODOS: Estudo transversal com dados analisados de partos hospitalares de gestantes residentes em Ribeirão Preto, SP, no período de 1998 a 2007. Os dados foram obtidos no Centro de Processamento de Dados Hospitalares da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, referentes à categoria diabetes mellitus na gravidez. Os dados analisados foram: faixa etária, tipo de parto (vaginal ou cirúrgico, duração da internação e tipo de assistência pública (SUS ou privada (saúde suplementar e particular. RESULTADOS: Houve aumento de 3,9 vezes na proporção de partos com menção de diabetes em relação ao total de partos (p = 0,01. Esse aumento foi de 4,5 vezes nos partos pela assistência pública (p = 0,01 e de 3 vezes na assistência privada (p = 0,01. Observou-se aumento da presença de diabetes em todas as faixas etárias, proporcionalmente mais acentuado nas mais baixas. A frequência de parto cirúrgico nas gestações com menção de diabetes diminuiu de 64,5% em 1998/1999 para 39,8% em 2006/2007 na assistência pública; e na privada a frequência se manteve sempre acima de 90%. CONCLUSÕES: Houve tendência crescente da presença de diabetes mellitus nos partos hospitalares ao longo dos biênios, apesar da tendência de diminuição do número de partos e aumento da população feminina em idade reprodutiva residente em Ribeirão Preto. Essa tendência necessita não só de sua identificação e tratamento, mas também de intervenções pré-gestacionais que possam revertê-la.

  7. Análise de custo-efetividade do parto vaginal espontâneo e da cesariana eletiva para gestantes de risco habitual no Sistema Único de Saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Piovezan Entringer

    2018-05-01

    Full Text Available Resumo: O objetivo deste estudo foi realizar uma análise de custo-efetividade do parto vaginal espontâneo comparado à cesariana eletiva, sem indicação clínica, para gestantes de risco habitual, sob a perspectiva do Sistema Único de Saúde. Um modelo de decisão analítico foi desenvolvido e incluiu a escolha do tipo de parto e consequências clínicas para mãe e recém-nascido, da internação para o parto até a alta hospitalar. A população de referência foi gestantes de risco habitual, feto único, cefálico, a termo, subdivididas em primíparas e multíparas com uma cicatriz uterina prévia. Os dados de custos foram obtidos de três maternidades públicas, duas situadas no Rio de Janeiro e uma em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Foram identificados custos diretos com recursos humanos, insumos hospitalares, custos de capital e administrativos. As medidas de efetividade foram identificadas com base na literatura científica. O estudo evidenciou que o parto vaginal é mais eficiente para gestantes primíparas, com menor custo (R$ 1.709,58 que a cesariana (R$ 2.245,86 e melhor efetividade para três dos quatro desfechos avaliados. Para multíparas, com uma cicatriz uterina prévia, a cesariana de repetição foi custo-efetiva para os desfechos morbidade materna evitada, ruptura uterina evitada, internação em UTI neonatal evitada e óbito neonatal evitado, mas o resultado não foi suportado pela análise de sensibilidade probabilística. Para o desfecho óbito materno não houve diferença de efetividade e o trabalho de parto se mostrou com o menor custo. Este estudo pode contribuir para a gestão da atenção perinatal, ampliando medidas que estimulem o parto adequado de acordo com as características da população.

  8. Via de parto em gestações sucessivas em adolescentes: estudo de 714 casos Route of delivery in successive gestations in adolescents: study of 714 cases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vamberto Oliveira de Azevedo Maia

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a associação da via de partos consecutivos de 714 gestantes adolescentes, que pariram na Maternidade do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, no período de janeiro a dezembro de 2001. PACIENTES E MÉTODOS: em estudo prospectivo, analítico, transversal, tipo incidência, foi analisada a sucessão das vias de parto da primeira até a quarta gestação de 714 parturientes adolescentes, com idade variando entre 13 e 19 anos (média 17,2±1,5 anos. Identificando-se, no livro da sala de parto, a cada dia, as adolescentes que pariram, após ter obtido o consentimento livre e esclarecido, cada uma respondeu a um questionário estruturado, com 65 perguntas diretas e respostas fechadas, pré-codificadas, entre as quais estavam vias de parto e o número de gestações. RESULTADOS: observou-se que 527 (73,8% adolescentes tiveram uma única parturição, 149 (20,9% duas parturições, 35 (4,9% três partos e 3 (0,4% quatro partos. Dentre os 273 partos cesáreos, 207 (75,8% ocorreram em primíparas, 65 (23,8% em paucíparas e 1 (0,4% em multípara. Houve associação estatisticamente significante entre via de parto da primeira e da segunda parturições; em 83 (55,7% gestantes adolescentes quanto à via transvaginal e em 41 (27,5%, para a via cesárea. Coincidiram também as vias de parto de segunda e terceira parturições, em 23 (65,7% gestantes adolescentes no parto transvaginal e em outras 10 (28,6% na cesárea. CONCLUSÃO: identificou-se tendência da coincidência das vias de parto em gestações sucessivas em parturientes adolescentes, até a terceira parturiçãoPURPOSE: to analyze the association between modes of consecutive deliveries of 714 adolescents attended at the Maternity sector of the Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (Federal University of Pernambuco, from January to December 2001. PATIENTS AND METHODS: according to a prospective, analytic, transversal, and incidence

  9. Uso de medicamentos por gestantes em seis cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mengue Sotero S

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os medicamentos utilizados por gestantes que fizeram o pré-natal em serviços do SUS (Sistema Único de Saúde em cidades brasileiras. MÉTODOS: Utilizando-se um questionário estruturado, foram entrevistadas 5.564 gestantes entre a 21ª e a 28ª semanas de gravidez, que se apresentaram para consulta em serviço de pré-natal do SUS em seis grandes cidades brasileiras. As perguntas foram agrupadas em "uso orientado" para dor, cólica, enjôo, tosse e outros e em "medicamento orientado" para vitamina, ferro e flúor. Foi adotada a classificação de risco do FDA (Food and Drug Administration, entre 1991 e 1995. RESULTADOS: Do total de 5.564, 4.614 (83,8% das gestantes usaram pelo menos um medicamento durante a gestação, somando 9.556 medicamentos. Os medicamentos mais utilizados foram as vitaminas associadas a antianêmicos (33,5%, os medicamentos que atuam sobre o aparelho digestivo (31,3%, os analgésicos/antiinflamatórios (22,2%, os antianêmicos (19,8% e os antimicrobianos (11,1%. Quanto à classificação de risco para a gestação, 3.243 (34,0% foram incluídos na categoria A, 1.923 (22,6% na categoria B, 3.798 (39,7% na categoria C, 289 (3,0% na categoria D e 55 (0,6% na categoria X. CONCLUSÕES: Foram observadas grandes variações quanto ao uso de medicamentos, principalmente antianêmicos e vitaminas associadas a antianêmicos, entre as várias cidades estudadas, mostrando a ausência de um padrão nacional quanto ao uso desses medicamentos na gestação. Para uma proporção de 12,9% dos medicamentos utilizados, não foi localizada qualquer informação na literatura sobre a segurança para o uso durante a gestação. Essa proporção, somada aos 26,9% dos medicamentos classificados no grupo "C", mostra que 40% do uso de medicamentos na gestação são feitos sem bases definidas de segurança. Entretanto, medicamentos claramente contra-indicados durante a gestação corresponderam a apenas 3% dos 9

  10. Expectations of pregnant women and partners concerning their participation in humanized births Las expectativas de participación de mujeres embarazadas y sus acompañantes para realizar un parto humanizado Expectativas de participação de gestantes e acompanhantes para o parto humanizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joéli Fernanda Basso

    2010-06-01

    Full Text Available Through the theoretical-methodological support of the Liberation Pedagogy, this convergent-care study identified the expectations of pregnant women and their respective partners concerning their participation in humanized birth. Five categories emerged during an educational intervention carried out with groups: choosing the type of delivery; selecting the type of obstetrical care; acknowledging oneself as a critical subject of one’s own reality; negotiating with the health team; and acquiring knowledge concerning the delivery process. The study reveals that even though power relations permeate the interactions experienced within healthcare facilities, liberating educational practices can strengthen individuals so they are able to overcome the status quo and transform their obstetrical situation.Se trata de un estudio convergente-asistencial que tuvo como objetivo identificar las expectativas de participación de gestantes y acompañantes para realizar un parto humanizado, utilizando el marco teórico metodológico de la Pedagogía Libertadora. De la práctica educativa, con grupos, emergieron informaciones que culminaron en cinco categorías: la elección del tipo de parto, la selección del tipo de atención obstétrica, el reconocimiento de sí misma como sujeto crítico frente la realidad, la negociación con los profesionales de la salud, y la construcción de un saber propio acerca del parto. El estudio permite comprender que, a pesar de que las interacciones experimentadas dentro de las instituciones de salud están compenetradas por relaciones de poder, las prácticas educativas libertadoras pueden contribuir para el fortalecimiento de los sujetos para superar ese status quo y para transformar la realidad obstétrica.Estudo convergente-assistencial teve como objetivo identificar expectativas de participação de gestantes e acompanhantes para o parto humanizado, sob suporte teórico-metodológico da Pedagogia Libertadora. Da pr

  11. Internações por complicações obstétricas na gestação e desfechos maternos e perinatais, em uma coorte de gestantes no Sistema Único de Saúde no Município de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barbara Laisa Alves Moura

    2018-02-01

    Full Text Available A morbidade materna, a mortalidade neonatal e a mortalidade fetal são importantes indicadores da saúde materna infantil. O estudo tem por objetivo descrever desfechos maternos e perinatais (baixo peso ao nascer, prematuridade, óbito fetal e neonatal, internações pós-parto e readmissão dos recém-nascidos de uma coorte de gestantes cujos partos foram financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS no Município de São Paulo, Brasil, no segundo semestre de 2012. Foi obtida uma coorte retrospectiva de 55.404 gestantes com vinculação (determinística e probabilística das informações do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS, Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC, Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM e Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES. Internações por complicações obstétricas da gestação ocorreram em 4,3% das gestantes. Diagnósticos mais frequentes foram: infecções, doenças hipertensivas e diabetes. As internações prévias ao parto foram mais frequentes nas gestantes a partir de 35 anos, de gestações múltiplas e com baixa escolaridade. As internações das gestantes no pós-parto foram 3 vezes maior e a mortalidade materna 9 vezes maior entre as gestantes com internação prévia por complicações obstétricas. Os desfechos perinatais (mortalidade fetal e neonatal, prematuridade e baixo peso ao nascer foram 2 vezes mais frequentes entre os conceptos de gestantes com internação prévia que aquelas sem internação. Comportamento semelhante foi encontrado com relação à internação dos recém-nascidos logo após o parto e na readmissão hospitalar. Desfechos maternos e perinatais negativos foram mais frequentes em gestantes com internação prévia ao parto.

  12. Mortes de mulheres internadas para parto e por aborto e de seus conceptos em maternidades públicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pauline Lorena Kale

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi analisar mortes de mulheres internadas para parto e por aborto, e de seus conceptos – fetais e neonatais – em maternidades públicas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Niterói (RJ, em 2011. Estudo seccional de base hospitalar. Participaram 7.845 mulheres resultando em um óbito materno, 498 abortos, 65 óbitos fetais, 44 óbitos neonatais e 7.291 sobreviventes infantis. Dados foram obtidos por meio de entrevista, consulta ao prontuário, cartão da gestante e no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM. Foi descrita a população de estudo e estimados a concordância da causa básica (SIM e certificada pela pesquisa e os indicadores de mortalidade. A mortalidade materna foi 13,6 por cem mil nascidos vivos (NV, fetal 8,8‰ nascimentos e neonatal 6,0‰ NV. Misoprostol foi o medicamento mais utilizado no aborto provocado. Transtornos respiratórios e fatores maternos foram as principais causas entre óbitos fetais e neonatais. Sífilis congênita, diabetes e causas de morte fetal não especificada foram subdeclaradas no SIM. Os coeficientes kappa por capítulo foram 0,70 (neonatais e 0,54 (natimortos. A assistência de boa qualidade no planejamento reprodutivo, pré-natal, durante o parto e nascimento resultará na prevenção das mortes.

  13. Aloanticorpo anti-Diego (a em gestante Anti-Diego (a alloantibody in pregnant

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Célia R. G. Silva

    2004-12-01

    Full Text Available O sistema de grupo sangüíneo Diego é composto principalmente por dois antígenos Diegoª (Diª e Diego b (Di b. A prevalência de Diª na população caucasóide é rara com uma freqüência de aproximadamente de 0,02%, podendo gerar anticorpos que são clinicamente significantes em medicina transfusional e neonatal. O presente estudo relata anti-Diª em gestante caucasóide detectado nos exames realizados no pré-parto por meio do teste indireto de antigamaglobulina humana. Na amostra de sangue de cordão foi realizado o teste de antigamaglobulina direto e o resultado foi negativo, o fenótipo do recém-nascido revelou Di (a - b +; portanto, a criança não desenvolveu doença hemolítica perinatal. O estudo fenotípico realizado em toda a família revelou que a sensibilização materna provavelmente ocorreu na segunda gestação gemelar onde as duas crianças demonstraram a presença de antígeno Diª adquirido por herança paterna.The Diego blood group system is composed of two principal antigens Diegoª (Diª and Diego b (Di b. In the Caucasian population the prevalence of Diª is rare with a frequency of about 0.02% and can lead to the production of antibodies that are important in newborn babies and in transfusional medicine. The present study reports on anti-Diª antibodies in a Caucasian pregnant woman, detected by indirect anti-globulin testing shortly before delivery. The direct anti-globulin test of the newborn's blood cord was negative because its phenotype was Di (a- b+. So the newborn did not develop any hemolytic diseases. A phenotyping study of the whole family was performed which revealed that probably the mother became sensitive during her second pregnancy of twins where the two children presented with the Diª antigen phenotype inherited from the father.

  14. Resultados maternos e perinatais em gestantes portadoras de leucemia Maternal and perinatal outcomes in pregnant women with leukemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto Nomura

    2011-08-01

    Full Text Available RESUMO OBJETIVO: Descrever as complicações maternas e os resultados perinatais entre as gestantes com diagnóstico de leucemia que foram acompanhadas no pré-natal e no parto em hospital universitário. MÉTODOS: Estudo retrospectivo do período de 2001 a 2011, que incluiu 16 gestantes portadoras de leucemia acompanhadas pela equipe de pré-natal especializado em hemopatias e gestação. Nas leucoses agudas, diagnosticadas após o primeiro trimestre, a recomendação foi realizar a quimioterapia apesar da gestação em curso. Nas gestantes com leucoses crônicas, quando controladas do ponto de vista hematológico, foram mantidas sem medicação durante a gravidez, ou, foi introduzida terapêutica antineoplásica após o primeiro trimestre. Foram analisadas as complicações maternas e os resultados perinatais. RESULTADOS: A leucemia linfoide aguda (LLA foi diagnosticada em cinco casos (31,3%, a leucemia mieloide aguda (LMA em dois casos (12,5% e a leucemia mieloide crônica (LMC em nove casos (56,3%. Nos casos de leucemias agudas, dois (28,6% casos foram diagnosticados no primeiro trimestre, dois (28,6% no segundo e três (42,9% no terceiro. Duas gestantes com LLA diagnosticada no primeiro trimestre optaram pelo aborto terapêutico. Quatro casos de leucemia aguda receberam tratamento quimioterápico na gestação, com diagnóstico estabelecido após a 20ª semana. Em um caso de LLA com diagnóstico tardio (30ª semana a quimioterapia foi iniciada após o parto. Todas as gestantes com leucemia aguda evoluíram com anemia e plaquetopenia, quatro casos (57,1% evoluíram com neutropenia febril. Das gestantes com LMC, quatro utilizavam mesilato de imatinibe quando engravidaram, três delas suspenderam no primeiro trimestre e uma no segundo. Durante a gravidez, três (33,3% não necessitaram de terapêutica antineoplásica após suspensão do imatinibe; e em seis (66,7% foram utilizadas as seguintes drogas: interferon (n=5 e/ou hidroxiureia (n=3. No

  15. Baixa autoestima situacional em gestantes: uma análise de acurácia

    OpenAIRE

    Cavalcante, Joyce Carolle Bezerra; Sousa, Vanessa Emille Carvalho de; Lopes, Marcos Venícios de Oliveira

    2012-01-01

    Para investigar a acurácia de características definidoras do diagnóstico Baixa autoestima situacional, realizou-se um estudo transversal, com 52 gestantes atendidas num centro de atendimento familiar. Utilizou-se a taxonomia da NANDA-I e a escala de Rosenberg. O diagnóstico esteve presente em 32,7% das gestantes e todas as características apresentaram associação estatística com o diagnóstico, exceto "Relata verbalmente desafio situacional ao seu próprio valor". As características com maior se...

  16. CARACTERIZAÇÃO DE GESTANTES COM TESTE RÁPIDO POSITIVO PARA HIV EM FORTALEZA-CE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LÉA MARIA MOURA BARROSO

    2007-01-01

    Full Text Available El objetivo fue describir a las gestantes sometidas al test rápido para detectar VIH/SIDA en una maternidad de Fortaleza- CE, en relación a las características sociodemográficas y clínicas. Estudio transversal del tipo documental retrospectivo, con trece gestantes sometidas al test rápido y con resultado positivo para VIH/SIDA en el periodo de abril de 2002 a abril de 2004. El promedio de edad de las gestantes era 26,2 años; el 61,5% estudió entre cuatro a siete años; el 69,2 % era de la capital y el 30,8 % del interior; el 53,8 % ama de casa; el 54,0 % con cuatro a siete consultas de prenatal; el 46,2 % fue diagnosticada antes del parto; el 84,6 % recibió profilaxis solamente en el parto; el 46,0% tuvo bolsa rota hasta cuatro horas antes del parto; el 77,0% parto quirúrgico y el 100% de los recién nacidos recibió el jarabe de AZT en las primeras dos horas de vida. Se concluye que la institución garantizó la reducción del riesgo de contaminación del recién nacido, sin embargo se percibió deficiencia en los servicios que ofrecieron atención antes del parto.

  17. Apego materno fetal em gestantes que vivem com HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Rigoni de Faria

    2013-06-01

    Full Text Available A gestação no contexto do HIV/Aids é geralmente acompanhada de intensa ansiedade devido à possível transmissão materno infantil do vírus. Este estudo investigou o apego materno fetal em gestantes que viviam com HIV (n = 88, em comparação a gestantes não portadoras do vírus (n = 79, através da Escala de Apego Materno fetal. Os resultados não revelaram diferenças entre as gestantes quanto ao escore total de apego materno fetal. Entretanto, os dados sugerem que o apego materno fetal pode se manifestar de maneira peculiar entre as gestantes que vivem com HIV/Aids: as interações mãe-bebê parecem focar o momento presente da gestação, e os cuidados de saúde com o bebê parecem atrelados àqueles voltados à saúde materna diante da infecção. É possível que a escala não seja suficientemente sensível para eventuais diferenças associadas ao contexto do HIV/Aids. Sugere-se que novos estudos revisem os itens da escala visando maior aproximação das particularidades suscitadas pela infecção quanto ao apego materno fetal.

  18. Insatisfação corporal em gestantes: uma revisão integrativa da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Fernandes Filgueiras Meireles

    2015-07-01

    Full Text Available Resumo A imagem corporal de gestantes deve ser alvo de atenção por parte dos profissionais, tendo em vista a promoção da saúde materna infantil. O objetivo da presente revisão integrativa foi analisar a literatura sobre imagem e insatisfação corporal em gestantes. Foram buscados artigos nas bases de dados Scopus, PubMed, BVS e PsycINFO utilizando o cruzamento de “pregnancy” com as palavras-chave: “body image” e “body dissatisfaction”. Após a adoção dos critérios de inclusão e exclusão foram analisados 40 estudos. Estes apontam dados inconclusivos quanto à insatisfação corporal durante a gestação. Presença de sintomas depressivos, baixa autoestima, atitude alimentar inadequada e ganho de peso fora dos limites recomendados têm sido associados a uma imagem corporal negativa. Contradições nos achados podem estar relacionados às diferenças nos instrumentos utilizados para mensurar a imagem corporal. Pelo possível impacto de uma imagem corporal negativa durante a gestação na saúde materna e infantil, são recomendadas novas investigações, em especial o desenvolvimento de um instrumento avaliativo de imagem corporal específico para gestantes.

  19. Corrimentos vaginais em gestantes: comparacao da abordagem sindromica com exames da pratica clinica da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thais Marques Lima

    2013-12-01

    Full Text Available Estudo avaliativo de abordagem quantitativa, com amostra de 104 gestantes, com o objetivo de comparar os achados de infecções vaginais em gestantes obtidos por meio do fluxograma de corrimento vaginal com exames presentes na prática clínica da Enfermagem. Os dados foram coletados por meio de entrevista e exame ginecológico realizados de janeiro a julho de 2011. O fluxograma não se mostrou eficaz na identificação de candidíase e tricomoníase, apresentou baixa sensibilidade (0,0%; 50% e valor preditivo positivo (0,0%; 3,6% para as duas infecções e baixa especificidade para tricomoníase (46%. Mostrou-se satisfatório para vaginose bacteriana, com alta sensibilidade (100%, valor preditivo negativo (100% e acurácia (74%. Conclui-se que o emprego do fluxograma precisa ser reavaliado, visto que não foi eficaz em identificar infecções importantes em gestantes. Os esforços para o desenvolvimento de testes eficazes devem ser contínuos, com intuito de prevenir a disseminação de infecções e reduzir tratamentos desnecessários.

  20. AIDS em gestantes: possibilidade de reduzir a transmissão vertical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Scherer Wiethäuper

    2003-06-01

    Full Text Available Neste estudo, buscamos investigar o conhecimento que gestantes possuem sobre a transmissão vertical, o comprometimento do feto e o significado do resultado soropositivo que a identifica como infectada pelo HIV. A pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, foi desenvolvida em Unidades Sanitárias de São Leopoldo/RS. A análise permitiu captar a percepção de 63 gestantes entre 16 e 40 anos sobre os motivos e os significados para realização do teste, os conhecimentos e vivências do cotidiano e as perspectivas e cuidados com o bebê. Os resultados trazem um alerta aos profissionais que atuam no pré-natal, visto que necessitam atender uma complexidade de situações que emergem quando se vincula gestação e AIDS.

  1. Prevalência de deficiência de ferro em gestantes de primeira consulta em centros de saúde de área metropolitana, Brasil: etiologia da anemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guerra Elvira Maria

    1992-01-01

    Full Text Available No período compreendido entre abril e outubro de 1988, foram estudadas 363 gestantes de primeira consulta , que estavam inscritas no Programa de Atendimento à Gestante em oito Centros de Saúde da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo (Brasil. Na ocasião da coleta de material estas gestantes não faziam uso de medicamentos que continham ferro, ácido fólico, vitamina B12 ou associações destes. A idade média das gestantes foi de 25 anos; 65,9% delas pertenciam a famílias com renda de até um SMPC (salário mínimo per capita e apenas 3,1% pertenciam a famílias com renda superior a 3 SMPC. Tomando-se a saturação da transferrina inferior a 15% como índice mínimo para definir a deficiência de ferro, a prevalência de deficiência de ferro no primeiro trimestre (4,6% foi significativamente menor do que a observada no segundo (17,3%, e esta foi menor do que no terceiro trimestre (42,8%. A prevalência de deficiência de ferro total agrupada nos três trimestres foi de 12,4%. Não houve diferença significativa entre as prevalências de deficiência de ferro segundo o número de partos. Esta prevalência foi maior no grupo das gestantes que pertenciam a famílias com renda de até 0,5 SMPC. Nas gestantes anêmicas, 46,7% eram deficientes de ferro, 44,4% de ácido fólico, 20,0% de ferro e ácido fólico e nenhuma delas eram deficientes de vitamina B12.

  2. Perfil dos partos cesáreos em um hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Costa Hoffmeister

    2015-02-01

    Full Text Available Introdução: A proporção de partos cesarianos no Brasil está muito além da preconizada pela Organização Mundial da Saúde, o mesmo ocorrendoem um Hospital Universitário de Porto Alegre, sul do Brasil. A taxa de cesáreas é considerada um indicador poderoso na avaliação da qualidade da assistência perinatal. Nosso objetivo foi analisar o padrão dos partos cesarianos e normais em um hospital universitário no período de2004 a 2012 quanto à média de permanência, faixa etária da parturiente, taxa de infecção relacionada ao parto, tipo de pagador e idade gestacional. Métodos: Estudo de coorte retrospectivo, observacional, com dados coletados no Sistema de Indicadores de Gestão (IG de um Hospital Universitário, abrangendo o período de2004 a 2012. Resultados: A taxa de cesárea no hospital universitário nos anos analisados foi em média 33,21%. Em relação às cesarianas realizadas nesta instituição durante o período em estudo, observou-se que: há uma maior prevalência de cesáreas em mulheres acima de 40 anos, ocorreu um crescimento de partos cesarianos pré-termo, a média de permanência e taxa de infecção foram superiores em relação às mulheres submetidas ao parto vaginal, e houve predomínio de cesarianas na saúde suplementar quando comparada ao Sistema Único de Saúde. Conclusões: As elevadas taxas de cesárea no hospital universitário, embora acima do recomendado pela OMS, são justificadas por se tratar de um hospital terciário e estão em conformidade com o padrão observado no país.

  3. Impacto do monitoramento telefônico de gestantes na prevalência da prematuridade e análise dos fatores de risco associados em Piracicaba, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogerio Antonio Tuon

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: Objetivou-se verificar o impacto do monitoramento telefônico na prevalência da prematuridade e identificar os fatores de risco associados ao parto prematuro através de estudo transversal, de universo de gestantes monitoradas nos anos de 2010, 2011 e 2012 (n = 2.739. Utilizou-se estimação de modelos de regressão logística múltipla hierarquizada, considerando permanência no modelo p ≤ 0,05. A prevalência de prematuridade foi de 8,34% nas gestantes monitoradas e de 10,18% nas não monitoradas (p = 0,0058, sendo inversamente proporcional ao número de monitoramentos (p < 0,0001. As variáveis associadas foram: idade materna menor que 19 anos, antecedentes de dois ou mais filhos mortos, gestação múltipla, diabetes e hipertensão arterial, menor número de monitoramentos telefônicos, atividades laborais em pé e/ou carga de peso, fumo, número de consultas pré-natal, sem ultrassonografia, diabetes gestacional, gravidez múltipla e anomalia fetal. Com custos baixos, a estratégia demonstrou ser efetiva na redução da ocorrência do parto prematuro.

  4. O uso de anti-retrovirais em gestantes modifica o perfil lipídico?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    El Beitune Patrícia

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o efeito das medicações anti-retrovirais sobre o metabolismo lipídico em gestantes portadoras do HIV. MÉTODOS: estudo prospectivo realizado em 57 gestantes que foram divididas em três grupos: grupo AZT, com 20 pacientes portadoras do HIV em uso de AZT; grupo TT, com 25 pacientes portadoras do HIV em uso de esquemas contendo três anti-retrovirais (AZT + 3TC + NFV e grupo controle, com 12 pacientes. Os dados demográficos e antropométricos foram homogêneos entre os grupos estudados. Foram excluídas as pacientes com antecedentes pessoais ou familiares de hiperlipidemia. Amostras sanguíneas foram obtidas para avaliação dos lipídeos (colesterol total, frações LDL e HDL-colesterol e triglicerídeos em quatro oportunidades durante a gravidez (1º = 14-20 semanas; 2º = 21-26 semanas; 3º = 27-32 semanas e 4º = 33-38 semanas. Os dados foram analisados utilizando-se os testes não paramétricos do chi², teste de Friedman e teste de Kruskal-Wallis. RESULTADOS: o uso de anti-retrovirais durante a gestação não induziu diferenças nas taxas do colesterol total e HDL, no entanto, o uso destes agentes esteve associado a elevação de 76,5 mg/dL e 84 mg/dL para 96 mg/dL e 105 mg/dL na concentração da fração LDL-colesterol para os grupos AZT e TT, respectivamente (p<0,01. Observou-se associação positiva significante entre os triglicerídeos e a carga viral nas gestantes do grupo AZT (r = 0,53; p = 0,015. CONCLUSÃO: a utilização dos anti-retrovirais durante a gestação eleva significativamente a concentração da lipoproteína LDL. Persistem as dúvidas se a gestação potencializa a longo prazo os efeitos dos anti-retrovirais sobre o metabolismo lipídico.

  5. Anemia em gestantes brasileiras antes e após a fortificação das farinhas com ferro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar prevalência de anemia e valores de hemoglobina (Hb em gestantes brasileiras, antes e após a fortificação das farinhas com ferro. MÉTODOS: Estudo de avaliação de painéis repetidos, desenvolvido em serviços públicos de saúde de municípios das cinco regiões brasileiras. Dados retrospectivos foram obtidos de 12.119 prontuários de gestantes distribuídas em dois grupos: antes da fortificação, com parto anterior a junho de 2004, e após a fortificação, com última menstruação após junho de 2005. Anemia foi definida como Hb < 11,0 g/dL. Valores de Hb/idade gestacional foram avaliados segundo dois referenciais da literatura. Foram utilizados teste qui-quadrado, t de Student e regressão logística, com nível de 5% de significância. RESULTADOS: Na amostra total, anemia caiu de 25% para 20% após fortificação (p < 0,001, com médias de Hb significativamente maiores no grupo "após" (p < 0,001. Observaram-se, entretanto, diferenças regionais importantes: reduções significativas nas regiões Nordeste (37% para 29% e Norte (32% para 25%, onde as prevalências de anemia eram elevadas antes da fortificação, e reduções menores nas regiões Sudeste (18% para 15% e Sul (7% para 6%, onde as prevalências eram baixas. Os níveis de Hb/idade gestacional de ambos os grupos se mostraram discretamente mais elevados nos primeiros meses, porém bem mais baixos após o terceiro ou quarto mês, dependendo da referência utilizada para comparação. Análise de regressão logística mostrou que grupo, região geográfica, situação conjugal, trimestre gestacional, estado nutricional inicial e gestação anterior associaram-se com anemia (p < 0,05. CONCLUSÕES: A prevalência de anemia diminuiu após a fortificação, porém continua elevada nas regiões Nordeste e Norte. Embora a fortificação possa ter tido papel nesse resultado favorável, há que se considerar a contribuição de outras políticas p

  6. Malária grave em gestantes Severe malaria in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavia Barbosa Fernandes

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a evolução clínica de três pacientes grávidas com malária grave internadas em unidade de terapia intensiva de um hospital localizado em Porto Velho (RO. MÉTODOS: foi realizado estudo descritivo em três gestantes, portadoras de malária por Plasmodium falciparum, internadas em unidade de terapia intensiva em Porto Velho, no período de 2005 a 2006. As variáveis categóricas utilizadas foram os critérios de classificação da Organização Mundial de Saúde para classificação de malária grave e os índices Acute Physiology and Chronic Health disease Classification System II (APACHE II e Sepsis Related Organ Failure Assessment (SOFA preditores de morbidade e gravidade das doenças em unidade de terapia intensiva. RESULTADOS: a malária adquirida pelas gestantes, caracterizada pela infecção por Plasmodium falciparum na forma grave da doença, resultou em óbito para as três pacientes e seus conceptos. CONCLUSÕES: embora a casuística seja pequena, a importância deste estudo reflete a repercussão da malária grave em gestantes, bem como a necessidade de um acompanhamento pré-natal mais criterioso e atento à identificação precoce do início das complicações da malária em gestantes.PURPOSE: to analyze the clinical course of three pregnant patients with severe malaria admitted to the intensive care unit of a hospital in Porto Velho (RO, Brazil. METHODS: a descriptive study was conducted on three pregnant women infected with Plasmodium falciparum malaria, admitted to the intensive care unit of a hospital in Porto Velho from 2005 to 2006. Categorical variables used were the classification criteria of the World Health Organization which ranks severe malaria and the Acute Physiology and Chronic Health Disease Classification System II (APACHE II and Sepsis Related Organ Failure Assessment (SOFA predictors of morbidity and severity of intensive care unit diseases. RESULTS: the malaria acquired by the pregnant

  7. Fatores prognósticos para o parto transvaginal em pacientes com cesárea anterior Prognostic factors for vaginal delivery after cesarian section

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos Santos

    1998-07-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi determinar os fatores prognósticos para a ultimação do parto por via transpélvica em gestantes com cesárea anterior admitidas em trabalho de parto no CAM-IMIP. Foi realizado um estudo tipo caso-controle, analisando os partos de pacientes com cesárea prévia assistidos no CAM-IMIP no período de janeiro/1991 a dezembro/1994. Foram considerados casos as pacientes com cesárea anterior (n=156 e controles as que tiveram parto transvaginal (n=338. Os critérios de inclusão foram: idade gestacional > 36 semanas, cesárea anterior há pelo menos 1 ano, concepto vivo, trabalho de parto espontâneo e apresentação cefálica fletida. Foram excluídas as gestações de alto risco, os casos de sofrimento fetal anteparto e pacientes com história de parto transpélvico anterior depois da cesárea. A análise estatística foi realizada em Epi-Info 6.0 e Epi-Soft, utilizando-se os testes chi² de associação, teste exato de Fisher e "t" de Student, bem como a odds ratio e seu intervalo de confiança a 95%. Análise de regressão logística múltipla foi efetuada para controle das variáveis confundidoras. O percentual de cesáreas no grupo estudado foi de 31,6%. Os fatores maternos que apresentaram associação significativa com o parto transvaginal foram a idade materna 35 anos (OR = 0,54, IC a 95% = 0,36-0,82, a história de parto vaginal anterior (OR = 1,6, IC a 95% = 1,01-2,55 e a indicação da cesárea anterior por doenças da gestação (OR = 3,67, IC a 95% = 1,19-12,02. Fatores como intervalo entre a cesárea anterior e o parto atual, outras indicações de cesárea e o tipo de histerorrafia não apresentaram associação significativa com o parto transpélvico. No modelo de regressão logística múltipla, persistiram como variáveis associadas significativamente ao parto vaginal a idade materna e a história de parto vaginal anterior. Os autores concluíram que sendo a idade materna Objectives: to determine

  8. Suspected acute toxoplasmosis in pregnant women Suspeita de toxoplasmose aguda em gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Peres Castilho-Pelloso

    2007-02-01

    concepto relacionadas ao perfil clínico, laboratorial e terapêutico. MÉTODOS: Estudo retrospectivo com gestantes IgM anti-Toxoplasma gondii reagentes e conceptos atendidos em serviço público de saúde do Paraná, de janeiro/2001-dezembro/2003. Foram obtidas informações a partir de dados dos registros clínicos, laboratoriais (ELISA IgM/IgG, ultrassonográficos e de entrevista materna. Para testar a homogeneidade dos indices de IgM em relação ao tratamento usado, aplicou-se o qui-quadrado de Pearson. O nível de significância adotado foi de 5%. RESULTADOS: Ocorreram 290 casos (1,0% IgM reagentes, evidenciando prevalência de 10,7 gestantes com sorologia reagente a cada 1.000 nascimentos. Duzentos e quatorze de 290 gestantes iniciaram o pré-natal até a 12ª semana de gestação; 146/204 foram assintomáticas; cefaléia, distúrbios visuais e mialgia foram queixas freqüentes; 13/204 gestantes apresentaram anormalidades ao ultrassom; 112/227 gestantes receberam quimioprofilaxia; um único teste ELISA apoiou a maioria das tomadas de decisão para a quimioprofilaxia. Houve tendência em tratar gestantes com índices de IgM=2.000. Dentre as crianças expostas, 44/208 tiveram algum acompanhamento sorológico, das quais todas foram IgG reagentes e três casos IgM reagentes apresentaram manifestações clínicas. CONCLUSÕES: A existência de gestantes com suspeita laboratorial de toxoplasmose aguda não devidamente investigada e de conceptos sem monitoração adequada evidenciam que aspectos fundamentais da assistência pré-natal não estão sendo sistematicamente observados. Aponta-se a necessidade de implementar o sistema de vigilância para gestantes e crianças expostas ao T. gondii.

  9. Baixa autoestima situacional em gestantes: uma análise de acurácia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce Carolle Bezerra Cavalcante

    Full Text Available Para investigar a acurácia de características definidoras do diagnóstico Baixa autoestima situacional, realizou-se um estudo transversal, com 52 gestantes atendidas num centro de atendimento familiar. Utilizou-se a taxonomia da NANDA-I e a escala de Rosenberg. O diagnóstico esteve presente em 32,7% das gestantes e todas as características apresentaram associação estatística com o diagnóstico, exceto "Relata verbalmente desafio situacional ao seu próprio valor". As características com maior sensibilidade foram "Comportamento indeciso" e "Expressões de desamparo" (82,35%. Já as características "Expressões de sentimento de inutilidade" e "Relata verbalmente desafio situacional atual ao seu próprio valor" apresentaram maior especificidade (94,29%. Tais resultados podem contribuir com a prática de enfermagem, pois a identificação de características acuradas é fundamental para uma inferência segura.

  10. Baixa autoestima situacional em gestantes: uma análise de acurácia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce Carolle Bezerra Cavalcante

    2012-12-01

    Full Text Available Para investigar a acurácia de características definidoras do diagnóstico Baixa autoestima situacional, realizou-se um estudo transversal, com 52 gestantes atendidas num centro de atendimento familiar. Utilizou-se a taxonomia da NANDA-I e a escala de Rosenberg. O diagnóstico esteve presente em 32,7% das gestantes e todas as características apresentaram associação estatística com o diagnóstico, exceto "Relata verbalmente desafio situacional ao seu próprio valor". As características com maior sensibilidade foram "Comportamento indeciso" e "Expressões de desamparo" (82,35%. Já as características "Expressões de sentimento de inutilidade" e "Relata verbalmente desafio situacional atual ao seu próprio valor" apresentaram maior especificidade (94,29%. Tais resultados podem contribuir com a prática de enfermagem, pois a identificação de características acuradas é fundamental para uma inferência segura.

  11. Estágio em uma casa de parto do Japão: relato de experiência

    OpenAIRE

    Hoga, Luiza Akiko Komura

    2005-01-01

    O conhecimento da assistência ao parto desenvolvida em outras sociedades pode promover a autocrítica a respeito de nossas próprias práticas. Este artigo relata a experiência de um estágio desenvolvido em uma Casa de Parto do Japão. A Instituição oferece assistência pré-natal, grupo de educação em saúde, ioga, hidroginástica, assistência ao parto e puerpério, cuidado com o recém-nascido, visita domiciliar e consulta de enfermagem da puérpera e recém-nascido. Os princípios que norteiam a assist...

  12. Registro periodontal simplificado em gestantes Periodontal screening and recording in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda L. Rosell

    1999-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar através do PSR (Registro Periodontal Simplificado a prevalência, severidade e necessidades básicas de tratamento da doença periodontal em gestantes que freqüentaram a Clínica de Prevenção da Faculdade de Odontologia de Araraquara ­ UNESP. MÉTODOS: Foram examinadas 41 gestantes com idades que variaram de 16 a 37 anos. O PSR foi aplicado com auxílio de uma sonda especialmente recomendada para este exame (sonda Trinity - tipo 621 OMS, indicando os códigos 0 a 4 cujos critérios identificam de saúde gengival, sangramento, cálculo, bolsa periodontal rasa e profunda. Estes foram atribuídos a cada sextante, podendo ou não estarem associados a um asterisco (* diante da presença de recessão gengival, invasão de furca, mobilidade ou alterações muco-gengivais. RESULTADOS: Demonstraram que 100% das gestantes apresentaram alguma alteração gengival, sendo os códigos 2 (56,1% e o * (19,5% os mais prevalentes. Os grupos etários de 15-19 e 20-24 anos, apresentaram o código 2 como maior escore e ausência de sextante excluído (X. A partir do grupo de 25-29 anos, além da maior prevalência ainda ser do código 2 (54,5%, ocorreram os códigos 3 e 4 (bolsa periodontal. Os códigos * e sextante excluído (X tenderam a aumentar com a idade no grupo de 30-37 anos. De modo geral, os códigos 1 e 2, prevaleceram em relação ao percentual de sextantes afetados, correspondendo a 41,6% e 39,8%, respectivamente e afetando 2,49 e 2,39 sextantes, em média, por gestante. Em relação às necessidades de tratamento, 90,2% das gestantes necessitaram tratamentos adicionais aos preventivos, ou seja, 61,0% das gestantes necessitaram de raspagem e alisamento radicular e/ou eliminar margens de restaurações defeituosas e 29,2% de tratamento complexo. CONCLUSÃO: O atendimento às necessidades de tratamento na gravidez deve receber especial atenção com o intuito de se promover saúde bucal e motivação, e conseqüentemente, contribuir

  13. AVALIAÇÃO DA ASSISTÊNCIA AO PARTO NORMAL EM UMA MATERNIDADE PÚBLICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Francisco Ribeiro

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo/Objetivos: Investigar a qualidade da assistência ao parto normal em uma maternidade pública, conforme as normas da Organização Mundial de Saúde no município de Teresina/Piaui. Métodos: Estudo transversal, conduzido mediante pesquisa em prontuário e entrevistas com 91 puérperas. Três categorias (A, B e C classificaram a assistência em existente, não existente, ou de existência intermediária. Resultados: A maioria das puérperas e recém – nascidos foram assistidas por (médicos e enfermeiros obstetras e neonatologia. No momento da admissão (39,6% tinham dilatação cervical de 4 a 6 cm acompanhado de parto com duração de 1 a 5 horas (44%, recém-nascido com apgar nos primeiros sete minutos (75,8%. Quanto à frequência das avaliações realizadas no trabalho de parto obteve: toque vaginal uma avaliação/hora (38,5%, ausculta dos batimentos cardiofetais uma avaliação/hora (35,2%, verificação da pressão arterial materna uma avaliação / horas (30,8% e dinâmica uterina (60,4% não verificada. Da frequência das práticas utilizadas na assistência ao parto normal, conforme protocolo para a assistência ao parto da Organização Mundial de Saúde as três categorias foram existentes Conclusão: o estudo mostra que a maternidade se encontra em uma situação privilegiada quanto as praticas que devem ser incentivadas. Descritores: Avaliação de serviços de saúde; Trabalho de parto; Parto normal; Atenção à saúde.

  14. Salud familiar en familias con adolescente gestante Saúde familiar em famílias com adolescentes gestantes Family health in families with pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha cecilia Veloza Morales

    2012-01-01

    Full Text Available La investigación se basó en la teoría de organización sistémica de Marie Louse Friedemann; el objetivo fue describir el grado de salud familiar de familias con adolescente gestante. Estudio Descriptivo transversal comparativo, con abordaje cuantitativo donde se evaluó el grado de salud familiar a 100 familias atendidas en dos instituciones prestadoras de Salud (IPS en Bogotá, Colombia; se organizaron en dos grupos: la mitad de las familias con adolescentes gestantes que presentaron morbilidad en el tercer trimestre del embarazo y la otra mitad que no presentaron morbilidad; para la recolección de la información se utilizó el instrumento ISF GES 19 diseñado, implementado y probado por la doctora Pilar Amaya de Peña. Se obtuvo una visión global acerca de la salud familiar y se comparó el grado de salud familiar de acuerdo con las características halladas en cada uno de los grupos. Se concluye que las familias no sienten o no perciben el riesgo de sufrir o no una patología durante el embarazo, y por tanto, no afecta su grado de salud familiar el cual consideran saludable y satisfecho. Se invita a crear estrategias que conlleven a disminuir los riesgos de salud a que se expone la familia y la madre adolescente.Apesquisa foi baseada na teoria da organização sistémica de Marie Louse Friedemann; o objeto foi descrever o grau de saúde familiar das famílias com adolescentes gestantes. Estu-do descritivo transversal comparativo, com abordagem quan-titativa onde foi avaliado o grau de saúde familiar de 100 famí-lias atendidas em duas instituições fornecedoras de serviços de saúde (IPS em Bogotá, Colômbia. As 100 famílias foram organizadas em dois grupos: a metade das famílias com adolescentes gestantes que apresentaram morbidez no terceiro trimestre de gravidez e a outra metade conformada por aquelas famílias com adolescentes gestantes que não apresentaram morbidez; para a compilação da informação, utilizou-se o

  15. Anemia em gestantes brasileiras antes e após a fortificação das farinhas com ferro Anemia en gestantes brasileñas antes y después de la fortificación de harinas con hierro Anemia in Brazilian pregnant women before and after flour fortification with iron

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar prevalência de anemia e valores de hemoglobina (Hb em gestantes brasileiras, antes e após a fortificação das farinhas com ferro. MÉTODOS: Estudo de avaliação de painéis repetidos, desenvolvido em serviços públicos de saúde de municípios das cinco regiões brasileiras. Dados retrospectivos foram obtidos de 12.119 prontuários de gestantes distribuídas em dois grupos: antes da fortificação, com parto anterior a junho de 2004, e após a fortificação, com última menstruação após junho de 2005. Anemia foi definida como Hb OBJETIVO: Comparar prevalencia de anemia y valores de hemoglobina (Hb en gestantes brasileñas, antes y después de la fortificación de las harinas con hierro. MÉTODOS: Estudio de evaluación de paneles repetidos, desarrollado en servicios públicos de salud de municipios de las cinco regiones brasileñas. Datos retrospectivos se obtuvieron de 12.119 prontuarios de gestantes distribuidas en dos grupos: antes de la fortificación, con parto anterior a junio de 2004, y posterior a la fortificación, con última menstruación después de junio 2005. Anemia fue definida como HbOBJECTIVE: To compare prevalence of anemia and hemoglobin (Hb levels in Brazilian pregnant women before and after flour fortification with iron. METHODS: A repeated cross-sectional panel study of public health care centers of municipalities in the five Brazilian regions was conducted. Retrospective data were obtained from 12,119 medical records of pregnant women distributed in two groups: before fortification (delivery prior to June 2004 and after fortification (date of last period after June 2005. Anemia was defined as Hb<11.0 g/dl. Hb levels according to gestational age were assessed using two references from the literature. Statistical analysis was carried out using chi-squared tests, Student's t tests, and logistic regression, with a significance level of 5%. RESULTS: In the total sample, prevalence of anemia fell from

  16. Características da assistência ao trabalho de parto e parto em três modelos de atenção no SUS, no Município de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil Characteristics of labor and delivery care in three healthcare models within the Unified National Health System in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sibylle Emilie Vogt

    2011-09-01

    Full Text Available Estudo transversal com 831 gestantes, de risco habitual, sobre o manejo do trabalho de parto num Centro de Parto Normal (CPN, num hospital vencedor do título "Galba de Araújo" (HG e numa maternidade com modelo assistencial prevalente (HP. O uso da ocitocina no CPN foi de 27,9%, no HG 59,5% e no HP 40,1%, enquanto a amniotomia foi realizada em 67,6%, 73,6% e 82,2% das mulheres, respectivamente. A realização da episiotomia foi menor nas modalidades com incorporação de práticas humanizadas: 7,2% no CPN e 14,8% no HG versus 54,9% no HP. A prática de oferta liberal no HG resultou numa taxa de analgesia superior (54,4% à do HP (7,7%. O percentual de internação dos recém-nascidos e o de parto a fórceps foram mais altas no HP, mas não houve diferenças para o índice de Apgar e para a taxa de cesárea. Os resultados sugerem resistência ao uso seletivo de intervenções em todos os modelos assistenciais, embora favoreçam o CPN como estratégia no controle das intervenções durante o trabalho de parto e parto nas gestantes de risco habitual sem prejuízos para as mulheres e os recém-nascidos.This cross-sectional study of 831 low-risk pregnancies compared the management of labor and delivery in a birthing center, a hospital that had previously won the "Galba de Araújo" Award (for excellence in obstetric and neonatal care, and a standard-protocol maternity facility. The rates for use of ocytocin during labor were 27.9%, 59.5%, and 40.1%, while amniotomy was performed in 67.6%, 73.6%, and 82.2% of the women, respectively. Episiotomy rates were lower in the first two facilities, which have adopted patient-centered obstetric practices (7.2% at the birthing center and 14.8% at the award-winning hospital as compared to 54.9% at the standard maternity facility. The liberal offer of epidural anesthesia at the awarding-winning hospital resulted in a higher anesthesia rate (54.4% as compared to the standard facility (7.7%. Forceps delivery and

  17. Arterite de Takayasu em Gestante: Relato de Caso / Takayasu Arteritis in Pregnancy: Case Report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Resende Penido

    2015-12-01

    Full Text Available Introdução: A Arterite de Takayasu (AT consiste em uma vasculopatia de origem indefinida, sendo de caráter crônico, que afeta a aorta e seus ramos principais. Em gestantes é uma condição complexa, em que o tratamento clínico é realizado com restrições. A utilização de corticoides tem sido favorável no controle inflamatório, principalmente naqueles casos em que antes da gravidez se fazia uso de imunossupressores. Casuística: Foi relatado um caso de uma gestante portadora de AT, através da análise de prontuário e de exames complementares, sendo realizado o pré-natal pelas equipes de Obstetrícia e Reumatologia, onde foi realizado tratamento clínico com corticoides, mostrando uma evolução satisfatória, ocorrendo apenas uma hospitalização que foi seguida de uma cesárea na trigésima sexta semana de gravidez, com recém nato saudável de 3.810g. Discussão: A AT pode estar associada a várias etiologias, sendo a gênese pouco conhecida. O diagnóstico na maioria das vezes é demorado, pela dificuldade da suspeita clínica, além de demandar o uso de técnicas de imagem mais sofisticadas. A gestação associada é fenômeno raro, já que as portadoras são orientadas a evitarem a gravidez. O controle clínico permitiu uma gestação sem grandes complicações e serviu como meio para levar a gestação até praticamente o fim do terceiro trimestre. Conclusão: Deve-se ressaltar o papel do acompanhamento clínico, especialmente com esta pan-arterite, mostrando os medicamentos que podem ser utilizados nesse grupo, especialmente quando se usava imunossupressores antes da gravidez. Introduction: Takayasu's arteritis (TA consists of a vascular disease of unknown origin and chronic nature, which affects the aorta and its main branches. In pregnant women it is a complex condition, in which the clinical treatment is performed with restrictions. The use of corticosteroids has been favorable to control inflammation, especially in those

  18. Intolerância glicêmica e o prognóstico perinatal em gestantes utilizando anti-retrovirais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    El Beitune Patrícia

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estudar o efeito das drogas anti-retrovirais sobre o metabolismo glicêmico em gestantes portadoras do HIV-1 e a ação dessas medicações sobre o prognóstico perinatal. MÉTODOS: estudo prospectivo realizado em 57 gestantes divididas em três grupos: grupo AZT, utilizando zidovudina (n=20; grupo TT, utilizando zidovudina+lamivudina+nelfinavir (n=25, e grupo controle, gestantes normais (n=12. Obteve-se a área sob a curva (ASC das glicemias após teste oral de tolerância à glicose com 75 g de glicose em quatro oportunidades durante a gravidez (1º=14-20 semanas, 2º=21-26 semanas, 3º=27-32 semanas e 4º=33-38 semanas. O prognóstico perinatal levou em consideração as taxas de prematuridade, restrição de crescimento intra-útero (RCIU, baixo peso ao nascer, mortalidade perinatal e transmissão vertical do HIV-1. Os dados foram analisados utilizando-se os testes não paramétricos do c², de Friedman e de Kruskal-Wallis. RESULTADOS: os valores da mediana da ASC foi de 11.685 mg/dL-2h para o grupo controle, 13.477 mg/dL-2h para o grupo AZT e 13.650 mg/dL-2h para o grupo TT (p=0,049. Não se observou efeito deletério dos anti-retrovirais sobre as taxas de prematuridade, baixo peso ao nascer, RCIU e índices de Apgar. Não houve nenhum caso de transmissão vertical do HIV-1. CONCLUSÕES: verificou-se o desenvolvimento de intolerância glicêmica em gestantes que utilizaram tratamento tríplice, não sendo observado naquelas que utilizaram apenas AZT. Não houve efeitos deletérios dos anti-retrovirais sobre o prognóstico perinatal.

  19. Leucograma e metabolismo oxidativo de neutrófilos em cabras da raça Saanen nos períodos de gestação, parto e pós-parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joandes H. Fonteque

    2013-12-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo a avaliação do leucograma e do metabolismo oxidativo de neutrófilos em fêmeas caprinas da raça Saanen, nos períodos de gestação, parto e pós-parto. Amostras de sangue foram colhidas de 20 fêmeas nulíparas da raça Saanen, clinicamente sadias por venipunção jugular aos 49 (M1, 42 (M2, 35 (M3, 28 (M4, 21 (M5, 14 (M6, sete (M7, três (M8 dias antes do parto, no dia do parto (M9, três (M10 e sete (M11 dias após o parto, para a realização do leucograma e dosagens séricas de cortisol, estradiol e progesterona. A partir de 28 dias (M4 antes do parto até sete dias do pós-parto (M11 foram colhidas amostras de sangue para a avaliação do metabolismo oxidativo de neutrófilos por meio do teste de redução do tetrazólio nitroazul (NBT. Os resultados demonstraram que no dia do parto houve aumento nas concentrações séricas de cortisol e estradiol, e diminuição da progesterona, leucocitose por neutrofilia e desvio à esquerda leve, diminuição dos linfócitos, aumento da relação neutrófilo:linfócito, eosinopenia, monocitose e basofilia. No sétimo dia do pós-parto houve leucocitose por neutrofilia e aumento da relação neutrófilo:linfócito. Não houve nos períodos de gestação, parto e pós-parto alterações significativas no metabolismo oxidativo dos neutrófilos. Conclui-se que o parto determina elevação da concentração sérica de cortisol e estradiol, e diminuição da progesterona determinando quadro de leucocitose por neutrofilia e desvio à esquerda leve, com diminuição dos linfócitos, aumento da relação neutróflo:linfócito, eosinopenia, monocitose e basofilia. Ao sétimo dia do pós-parto há leucocitose por neutrofilia, aumento da relação neutrófilo:linfócito e do fibrinogênio. A gestação, o parto e o período do pós-parto não alteram o metabolismo oxidativo de neutrófilos avaliado por meio do teste de redução do NBT.

  20. Amnioinfusão em trabalho de parto com líquido meconiado Amnioinfusion during labor with meconium-stained amniotic fluid

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo F. Savaris

    1999-08-01

    Full Text Available Objetivo: relatar a experiência com o uso da técnica de amnioinfusão nas pacientes em trabalho de parto que apresentam mecônio e verificar a incidência de complicações, da síndrome da aspiração do mecônio com o uso desse procedimento e de cesáreas. Método: foram estudadas retrospectivamente 20 gestantes a termo em trabalho de parto, com líquido amniótico meconiado no Centro Obstétrico de duas instituições do Sistema Único de Saúde no Estado do Rio Grande do Sul. A infusão inicial de 1000 ml de soro fisiológico não-aquecido foi feita a velocidade de 20 a 30 ml por minuto, depois reduzida para 3 ml por minuto. O líquido era drenado com a elevação da apresentação cefálica. Resultados: a amnioinfusão demonstrou-se de fácil aplicação, quando foi utilizado um cateter nasogástrico. Nenhuma paciente apresentou complicações importantes relacionadas com o procedimento. Não houve presença de mecônio abaixo das cordas vocais nos recém-nascidos. A incidência de parto cesárea foi de 3/20 (15%. Conclusões: a amnioinfusão é uma técnica de baixo custo e factível que não apresentou complicações nos casos relatados.Purpose: to report the personal experience with the use of the amnioinfusion technique in patients in labor presenting meconial amniotic fluid, and the incidence of complications, the meconium aspiration syndrome and of cesarean sections. Method: twenty patients at term and in labor with meconial amniotic fluid were evaluated retrospectively, at the delivery ward at two public institutions of Rio Grande do Sul. An initial infusion of 1.000 ml of normal saline solution at room temperature, at an infusion rate of 20-30 ml per minute was initiated and then reduced to 3 ml per minute. The liquid was drained by elevating the cephalic pole. Results: the procedure was feasible when a nasogastric catheter was used. None of the patients presented major complications related to the procedure. None of the neonates

  1. Do imaginário ao real: mitos e medos acerca do parto normal.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denismar Borges de MIRANDA

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: conhecer mitos e medos relacionados ao parto normal segundo primigestas ao término da gestação, e a confirmação ou não destes mitos e/ou medos durante o puerpério tardio. Método: trata-se de pesquisa descritiva com abordagem qualitativa utilizando a técnica de entrevista aberta em profundidade e aplicação de questionários em dois momentos distintos: inicialmente na condição de gestante e posteriormente como puérperas. Os dados foram levantados em uma maternidade pública na cidade de Goiânia após aprovação do comitê de ética em pesquisa (0004.0.168.000-08; análise de conteúdo foi estabelecida para identificação das categorias temáticas. Resultados: emergiram três categorias: A chegada de um bebê, O verdadeiro significado do parto normal e Mitos e medos que permeiam o nascimento. Conclusão: a dor foi identificada como principal fator cultural que interfere na escolha pelo tipo de parto em primigestas. E o parto normal esteve associado à desmistificação acerca do nascimento pelas puérperas.

  2. Função sexual e qualidade de vida em gestantes de baixo risco Sexual function and quality of life of low-risk pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Queiroz Ferreira

    2012-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar em gestantes saudáveis no segundo trimestre a associação entre função sexual e qualidade de vida, e função sexual e satisfação sexual. MÉTODOS: Estudo transversal com 51 gestantes em acompanhamento em ambulatório de pré-natal de baixo risco. A função sexual foi aferida por meio do Quociente Sexual - Versão Feminina (QS-F. A qualidade de vida e a satisfação sexual foram avaliadas pelo Instrumento Abreviado de Avaliação de Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL-bref. Os critérios de inclusão foram idade gestacional entre a 15ª e a 26ª semana, idade materna igual ou superior a 20 anos, mínimo de 5 anos de educação escolar, ter parceiro fixo há pelo menos 6 meses, ter tido relação sexual com penetração vaginal nos últimos 15 dias. Foram excluídas mulheres vítimas de violência sexual, com história pregressa ou atual de depressão, antecedente de aborto habitual ou complicações na gestação atual (amniorrexe prematura, trabalho de parto prematuro ou hemorragia. Para a análise dos dados foram utilizados os testes do χ² e exato de Fisher e pPURPOSE: To evaluate, in healthy women in the second trimester of pregnancy, a possible association between sexual function and quality of life, and between sexual function and sexual satisfaction. METHODS: This cross-sectional study involved 51 pregnant women managed at a low-risk antenatal care clinic. Sexual function was evaluated through the Sexual Quotient - Female Version (QS-F questionnaire. Quality of life and sexual satisfaction were evaluated though the brief version of the World Health Organization Quality of Life questionnaire (WHOQOL-bref. Inclusion criteria were pregnancy between 15-26 weeks, maternal age 20 or more years, at least five years of scholling, in a relationship with a single partner for the last 6 months, having sexual intercourse with vaginal penetration in the last 15 days. We excluded women with a history

  3. Estudo comparativo entre bupivacaína racêmica a 0,25% e bupivacaína com excesso enantiomérico de 50% (S75-R25 a 0,25%, associadas ao fentanil para analgesia de parto com deambulação da parturiente Estudio comparativo entre bupivacaína racémica a 0,25% y bupivacaína con exceso enantiomérico de 50% (S75-R25 a 0,25% asociadas con fentanil para analgesia de parto con deambulación de la gestante Racemic 0.25% bupivacaine and 50% enantiomeric excess (S75-R25 0.25% bupivacaine associated to fentanyl for labor analgesia with patient’s ambulation. Comparative study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Figueiredo Côrtes

    2006-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Estudos clínicos com enantiômeros levógiros dos anestésicos locais demonstraram maior segurança em função de menor cardiotoxicidade. A deambulação da parturiente durante o trabalho de parto pode abreviar o trabalho de parto. Este estudo visou comparar a qualidade da anestesia e as repercussões maternas e fetais bem como a capacidade de deambulação e micção espontânea das parturientes com o emprego da bupivacaína a 0,25% e da bupivacaína com excesso enantiomérico de 50% (S75-R25 a 0,25%, associadas ao fentanil por via peridural contínua, no trabalho de parto. MÉTODO: Foram avaliadas 40 parturientes, estado físico ASA I e II, feto único, em trabalho de parto, submetidas a analgesia peridural contínua e divididas em dois grupos: no grupo I, receberam 8 mL (20 mg de bupivacaína (S75-R25 a 0,25% com epinefrina, associados a 100 µg de fentanil. No grupo II, receberam 8 mL (20 mg de bupivacaína racêmica a 0,25% com epinefrina, associados a 100 µg de fentanil. Foram avaliados os seguintes parâmetros: tempo de latência, nível de bloqueio sensitivo, grau de bloqueio motor, teste de Romberg, capacidade de deambulação e micção espontânea, duração do trabalho de parto e do período expulsivo, alterações hemodinâmicas e respiratórias maternas além da vitalidade dos recém-nascidos. RESULTADOS: Não houve diferença estatística significativa entre os grupos nos parâmetros avaliados. Todas as parturientes apresentaram força muscular com capacidade de deambulação, salvo no caso de indicação de cesariana (um caso do grupo II ou quando o parto aconteceu antes do tempo previsto para avaliação deste parâmetro (quatro casos do grupo I e cinco casos do grupo II. CONCLUSÕES: Tanto a bupivacaína racêmica quanto a bupivacaína (S75-R25 a 0,25% associadas ao fentanil mostraram ser boa opção para analgesia de parto.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Estudios clínicos con enantiómeros lev

  4. Eqüidade e atenção à saúde da gestante em Campinas (SP, Brasil Equity and access to health care for pregnant women in Campinas (SP, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Duarte de Mattos Almeida

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar a atenção à saúde recebida durante a gestação, o parto e o puerpério por mulheres de dois estratos de renda familiar per capita (menos de 1 salário-mínimo e 1 ou mais salários-mínimos. MÉTODO: Estudo observacional transversal realizado em amostra aleatória de 248 mulheres residentes no Município de Campinas, Estado de São Paulo, que tiveram filhos entre abril de 2001 e março de 2002. Informações sobre aspectos sócio-demográficos, morbidade materna e atenção à saúde no pré-natal, parto e puerpério foram obtidas por meio de entrevistas domiciliares. O cuidado no pré-natal foi analisado com base no índice de Kessner, no índice de adequação da utilização do cuidado pré-natal (Adequacy of Prenatal Care Utilization e no índice proposto pelos autores a partir das recomendações do Ministério da Saúde. Na época do estudo, o salário-mínimo correspondia a 180 reais, ou 71,40 dólares. RESULTADOS: As gestantes do grupo de renda inferior tinham menor escolaridade e eram, em maior proporção, adolescentes, pretas ou pardas e solteiras. O pré-natal foi realizado pelo SUS em 73,7% das gestantes de menor renda, contra 33,3% do grupo de maior renda. As gestantes de menor renda iniciaram o pré-natal mais tardiamente e fizeram um número menor de consultas. Entretanto, alguns indicadores de qualidade da atenção, como exames de rotina, teste anti-HIV, percentual de parto cesáreo e permanência do recém-nascido com a mãe em alojamento conjunto, foram melhores nas gestantes de menor renda. Os grupos foram semelhantes em relação a orientações recebidas, exames clínicos, laqueadura no pós-parto e prevalência de baixo peso e de prematuridade. A inadequação do cuidado pré-natal, embora significativamente maior para as mulheres de menor renda, ocorreu num percentual relativamente baixo. CONCLUSÕES: As diferenças sócio-demográficas observadas entre os dois grupos não se reproduziram na mesma

  5. Controle de polidrâmnio recorrente em gestante portadora do HIV-1: relato de caso Recurrent polyhydramnios management in an HIV-1 infected pregnant woman: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Duarte

    2004-04-01

    Full Text Available A redução da transmissão vertical (TV do vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1 utilizando a profilaxia com a zidovudina (AZT representa significativo avanço na assistência pré-natal e obstétrica destas pacientes. Condutas obstétricas invasivas são contra-indicadas em gestantes portadoras do HIV-1, em face do risco de aumento da taxa de TV deste vírus. Os autores relatam um caso de polidrâmnio recorrente em gestante portadora do HIV-1, que exigiu drenagem por amniocentese. Foram realizadas quatro punções ao longo da gestação, na 23ª, 26ª, 27ª e 29ª semanas, todas guiadas por ultra-sonografia, drenando, respectivamente, 1.800, 1.450, 1.700 e 1.960 mL de líquido amniótico claro em cada punção. Com 30 semanas e 5 dias de gestação a paciente apresentou trabalho de parto pré-termo, evoluindo para parto vaginal de recém-nato (RN pesando 1.690 g e medindo 43 cm. O RN evoluiu com diagnóstico de nefropatia perdedora de sódio, tendo três aferições de reação em cadeia de polimerase para HIV-1 negativas. Os autores ilustram uma opção no manejo de situações que envolvam gestantes portadoras do HIV-1 que necessitem de procedimentos obstétricos invasivos, utilizando AZT endovenoso (2 mg/kg previamente ao procedimento, medida que apresentou excelente resultado no caso descrito, evitando a infecção perinatal pelo HIV-1.The reduction of mother-to-child transmission (MTCT of the HIV-1 using zidovudine (ZDV represents a cornerstone in the prenatal and obstetrical care to these patients. The invasive fetal and obstetric procedures are proscribed in HIV-1 infected pregnant patients, to avoid the increased risk of MTCT of this virus. The authors present a case of an HIV-1 infected woman with recurrent polyhydramnios. Four ultrasound-guided amniotic punctures were performed in the 23rd, 26th, 27th and 29th weeks of gestation, each one draining the respective volumes of 1,800, 1,450, 1,700 and 1,960 ml of clear amniotic

  6. O ser adolescente gestante em transição: um enfoque de cuidar-pesquisar sob a ótica da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivete Palmira Sanson Zagonel

    2002-08-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objeto o significado do ex-sistir feminino na cotidianidade diante da transição da adolescência e gestação. Objetiva compreender o sentido de ser adolescente gestante em transição ex-sistindo, como fenômeno situado, diante da simultaneidade dos eventos vitais, expressos pelos discursos e cuidar do ser adolescente gestante ao mesmo tempo em que desvela o sentido que funda a simultaneidade transicional feminina dos eventos vitais. Foram analisados oito discursos, utilizando a entrevista fenomenológica guiada pela questão norteadora "o que é ser adolescente e gestante em transição ex-sistindo, como fenômeno situado diante da simultaneidade dos eventos vitais, enquanto este ser é cuidado". A análise compreensiva dos depoimentos deu-se à luz da hermenêutica heideggeriana. Permitiu desvelar o ser adolescente gestante em transição, enquanto ser de possibilidades, projeta-se enquanto ser exsistindo, mostra-se surpresa, temerosa, fragilizada, vivência a ambiguidade entre o prazer e o sofrimento, a partir das significações atribuídas às vivências.

  7. Prevalência de HIV em gestantes e transmissão vertical segundo perfil socioeconômico, Vitória, ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Caroline Barbosa Cerqueira Vieira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a prevalência de infecção por HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical, segundo o perfil socioeconômico dos bairros de residência das mães. MÉTODOS: Estudo ecológico exploratório utilizando a base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação de gestantes HIV-positivas e aids em crianças notificadas entre 2000 e 2006 em Vitória, ES. Para análise das informações socioeconômicas foi utilizado o Índice de Qualidade Urbana. A prevalência de HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical foram calculadas. A distribuição espacial dos casos foi realizada no programa Terraview 3.2.0. Para verificar a associação entre a qualidade urbana e a prevalência de HIV em gestantes utilizou-se o modelo de regressão de Poisson. RESULTADOS: Um total de 137 gestantes e 14 crianças infectadas por transmissão vertical foi notificado no período. Sete crianças correspondiam a mães HIV-positivas sem notificação de caso no período analisado. A prevalência de infecção em gestantes no período foi de 0,44% e a taxa de transmissão vertical foi de 9,7%. CONCLUSÕES: A prevalência de infecção por HIV em gestantes e a transmissão vertical associam-se à qualidade urbana do bairro de residência, indicando que os bairros com menor qualidade urbana devem ser priorizados quanto às ações para redução da transmissão vertical.

  8. Mães Waldorf: gestação e parto na comunidade antroposófica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Littério de Bastos

    2017-12-01

    Full Text Available As recentes pesquisas em Ciências Sociais e Saúde Coletiva apontam para diferentes contornos sobre o ato de parir na contemporaneidade. Em 2013, por seis meses, realizamos uma etnografia sobre a cura na Antroposofia no bairro rural da Demétria, em Botucatu, São Paulo. Neste artigo, buscamos refletir sobre as orientações da medicina romântica da Antroposofia destinadas à gestação e ao parto em uma comunidade rural antroposófica e as relações estabelecidas com a biomedicina e com serviços de saúde. O contato com as mães e gestantes mostrou a existência de uma gramática emocional na qual a gestante é levada a buscar purificação e controle corporal, além de um silêncio religioso na hora de enfrentar as dores do parto como demonstração de coragem. Quando buscam acessar serviços de saúde, as expectativas sobre o parto se colocam distantes das práticas e concepções da medicina convencional.

  9. Care cost for pregnant and parturient women with diabetes and mild hyperglycemia Costo de la asistencia de gestantes y parturientas diabéticas y con hiperglicemia leve Custo da assistência de gestantes e parturientes diabéticas e com hiperglicemia leve

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Claudia Molina Cavassini

    2012-04-01

    la asistencia al parto y hospitalización para parto y puerperio fueron semejantes. Los costos de la asistencia prenatal como en el parto/puerperio fueron superiores a los valores pagados por el Sistema Único de Salud.OBJETIVO: Comparar custos de hospitalização e de atenção ambulatorial em gestantes/parturientes diabéticas e com hiperglicemia leve. MÉTODOS: Estudo observacional, prospectivo, quantitativo descritivo realizado em centro de diabete perinatal em Botucatu, SP, entre 2007 e 2008. Foram estimados os custos por absorção diretos e indiretos disponíveis na instituição e os custos específicos para a doença (medicamentos e exames. As 30 gestantes diabéticas tratadas com dieta foram acompanhadas em ambulatório e 20 tratadas com dieta mais insulina foram hospitalizadas. RESULTADOS: O custo da doença diabete (para a assistência pré-natal e parto foi de US$ 3,311.84 para as gestantes hospitalizadas e de US$ 1,366.04 para as acompanhadas em ambulatório. CONCLUSÕES: Os custos diretos e indiretos e o custo total da assistência pré-natal foram mais elevados nas gestantes diabéticas hospitalizadas enquanto os custos da assistência ao parto e hospitalização para parto e puerpério foram semelhantes. Os custos da assistência pré-natal como no parto/puerpério foram superiores aos valores pagos pelo Sistema Único de Saúde.

  10. HIV na gestação: pré-natal, parto e puerpério = HIV in pregnancy: prenatal, labor and puerperium

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lima, Suzane da Silva de

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo: O presente estudo tem como propósitos identificar os fatores que influenciam a adesão da gestante ao acompanhamento pré-natal e destacar os principais cuidados com a gestante soropositiva durante o pré-natal, parto e puerpério. Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, com análise baseada em níveis de evidências. Os dados foram obtidos através da busca em bases de dados virtuais em saúde. Resultados: Treze estudos compuseram a amostra, sendo que o maior índice foi de evidências moderadas, seis (46,1% estudos. Os principais cuidados à gestante soropositiva durante o pré-natal, parto e puerpério foram: uso da terapia antirretroviral, evidenciado em sete (53,8% estudos, seguido do teste Anti-HIV e da preocupação em orientar as puérperas a não amamentar destacados em seis (46,1% estudos. Conclusão: Torna-se necessária a implantação de uma assistência de qualidade às gestantes soropositivas, evidenciando a necessidade de estratégias de educação permanente para sensibilizar, mobilizar e capacitar profissionais envolvidos no cuidado, visando, assim, à prevenção da transmissão vertical do HIV para o recém-nascido e à melhora na qualidade de vida da gestante

  11. Índice de alimentação saudável para gestantes: adaptação para uso em gestantes brasileiras Índice de alimentación saludable para gestantes: adaptación para uso en gestantes brasileñas Healthy eating index for pregnancy: adaptation for use in pregnant women in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Melere

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade global da dieta em uma amostra de gestantes, a partir de um parâmetro único, simples e objetivo. MÉTODOS: Gestantes entre a 16ª e 36ª semana de gestação (n = 712 foram arroladas em unidades básicas de saúde em Porto Alegre e Bento Gonçalves, RS, em 2010. Com base no índice americano Alternate Healthy Eating Index for Pregnancy (AHEI-P foi criado o Índice de Alimentação Saudável para Gestantes Brasileiras (HEIP-B. Foram aplicados o questionário de frequência alimentar e o questionário sociodemográfico. Foi utilizada a análise de componentes principais focada para avaliar a relação entre os índices e os nutrientes relevantes à gestação. RESULTADOS: A mediana e o intervalo interquartílico dos índices AHEI-P e HEIP-B foram 66,6 (57,8-72,4 e 67,4 (60,0-73,4, respectivamente. O HEIP-B mostrou boa correlação positiva com os nutrientes que têm recomendação específica no período gestacional folato (r = 0,8; p OBJETIVO: Evaluar la calidad global de la dieta en una muestra de gestantes, a partir de um parámetro único, simple y objetivo. MÉTODOS: Gestantes entre 16ª y 36ª semana de gestación (n=712 fueron inventariadas en unidades básicas de salud en Porto Alegre y Bento Gonçalves, RS, Brasil, en 2010. Con base en el índice americano Alternate Healthy Eating Index for Pregnancy (AHEI-P se creó en índice de Alimentación Saludable para Gestantes (HEIP-B. Se aplicaron el cuestionario de frecuencia alimentaria y el cuestionario sociodemográfico. Se utilizó el análisis de componentes principales para evaluar la relación entre los índices y los nutrientes relevantes para la gestación. RESULTADOS: La mediana y el intervalo intercuartil de los índices AHEI-P y HEIP-B fueron 66,6 (57,8-72,4 y 67,4 (60,0-73,4, respectivamente. El HEIP-B mostró buena correlación positiva con los nutrientes que tienen recomendación específica en el período gestacional folato (r = 0,8; p OBJECTIVE

  12. Anemia e deficiência de ferro em gestantes adolescentes Anemia and iron deficiency in pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth FUJIMORI

    2000-12-01

    Full Text Available Por meio de dosagem de ferritina sérica, transferrina sérica, hemoglobina e hematócrito, caracterizou-se o estado nutricional de ferro de 79 gestantes adolescentes de primeira consulta pré-natal (£ 20 semanas de gestação, atendidas na Rede Básica de Saúde de um Município da Grande São Paulo. Todos os valores hematológicos estudados foram menores entre as gestantes do segundo trimestre gestacional em relação às do primeiro, sendo as diferenças estatisticamente significativas (pThe objective of this study was to characterize iron nutritional status of 79 pregnant adolescents, at first prenatal consultation (<= 20 weeks of gestation, in the Primary Health System of a district of Great São Paulo, through the serum ferritin, serum transferrin, hemoglobin and hematocrit determinations. All the hematologic values studied were smaller for the pregnant adolescents in the second gestational trimester than for the ones in the first. Statistically significant differences (p.<.0.05 were found just for hemoglobin. It was verified that 64.3% and 32.1% had, respectively, less than 500.mg and 300.mg of organic iron reservations, and 5.4% presented serious lack of this mineral. By World Health Organization criterion 19.0% of the pregnant women were iron-deficient (Saturation of Transferrin <.16% and 13.9% were anemic (Hemoglobin.<.11 g/dl.

  13. Curva de hemoglobina em um grupo de gestantes normais Hemoglobin curve in a normal pregnant women group

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Augusto Marcondes de Almeida

    1973-09-01

    Full Text Available Através das dosagens de hemoglobina realizadas em várias épocas da gravidez, em 701 gestantes sem suplementação de ferro escolhidas por amostragem casual simples de um universo de 7050 no período de 1947 a 1969, foi construída uma curva com as taxas médias de hemoglobina, que evidenciou uma queda que atinge o máximo por volta do 7.° mês de gravidez e elevando-se a partir desta época. A partir dela foi construída uma curva operacional e discutida a sua importância no diagnóstico e conduta frente a anemia na gravidez.Through hemoglobin determinations made in various stages of pregnancy, in 701 pregnant women with no iron supplementation ad hoc chosen out of a number of 7050 in the period from 1947 to 1969, a curve was constructed with the average rate of hemoglobin, which gave evidence of a drop that reaches its maximum around the 7th month of pregnancy and rises from that moment on. From this a working graph was built up and then it was discussed its importance in the diagnostic and treatment in anemia in pregnancy.

  14. Nível de ruído em sala de parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Lima de Campos Oliveira

    2011-01-01

    Full Text Available El presente estudio tuvo por objetivo identificar los niveles de presión acústica en salas de parto y las fuentes que producen ruido. Se trata de un estudio cuantitativo, descriptivo, exploratorio. La recolección de los datos se hizo de octubre de 2008 a julio de 2009. Se utilizó un decibelímetro para registrar los niveles de presión acústica y la observación no estructurada para identificar las fuentes generadoras de ruido. Se realizaron 2928 minutos de registros de ruido y observación. Los valores de niveles de presión acústica equivalentes (Leq, fueron calculados por el software Quest Suit. Se identificó Leq promedio de 69,6 dBA (± 3,69 en partos normales y 65,4 dBA (± 2,28 en cesáreas. El diálogo entre los profesionales fue la fuente más frecuente de ruido. Los niveles de presión sonora registrados son superiores a los recomendados por organismos especializados, y la principal fuente de ruido se relaciona con la conducta de los profesionales. Es necesario implementar programas educativos con el fin de minimizar el ruido y mejorar la atención del recién nacido, de su familia y las condiciones de trabajo.

  15. Perfil energético e hormonal de ovelhas Santa Inês do terço médio da gestação ao pós-parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina A.S.C. Araujo

    2014-12-01

    Full Text Available No período periparto ocorrem importantes adequações fisiológicas que, se não forem efetivas predispõem a fêmea a enfermidades metabólicas. O conhecimento desta adaptação é relevante para que sejam implementadas, precocemente, medidas preventivas a poupar perdas produtivas. Com este objetivo foi avaliado o perfil energético e hormonal de ovelhas Santa Inês durante a gestação e puerpério. Foram utilizadas 10 ovelhas não gestantes (G0, 10 gestantes de um (G1 e 14 gestantes de dois e três fetos (G2. Foram avaliadas concentrações plasmáticas de glicose, ácidos graxos não esterificados (AGNE, betahidroxibutirato (BHB, e as concentrações séricas de insulina, glucagon, cortisol, triiodotironina (T3 e tiroxina (T4 a partir do 88º dia de gestação até o 28º dia pós-parto. No terço final de gestação, ovelhas gestantes apresentaram maiores concentrações de AGNE, T3 e T4 que as ovelhas não gestantes. No momento do parto foram observadas maiores concentrações de glicose, AGNE e T3 para todas as ovelhas gestantes em relação às não gestantes. Não houve diferença entre as ovelhas gestantes de um, dois ou três fetos. As diferenças observadas ocorreram apenas entre ovelhas gestantes e as vazias. Portanto, quando há adequada adaptação neste período de elevado desafio metabólico, os parâmetros bioquímicos aqui considerados independem do número de fetos gestados e podem ser considerados como valores de referência para ovelhas gestantes de um feto ou mais fetos do terço médio de gestação ao primeiro mês pós-parto.

  16. Teste rápido para detecção da infecção pelo HIV-1 em gestantes Rapid test to detect HIV-1 infection among pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Duarte

    2001-03-01

    Full Text Available Objetivos: avaliar os resultados do teste de diagnóstico rápido da infecção pelo HIV-1 disponibilizado pelo Ministério da Saúde, para identificação de gestantes contaminadas por este vírus. Métodos: avaliação prospectiva de 443 gestantes sem teste sorológico para HIV no pré-natal, atendidas no Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP, entre fevereiro e junho de 2000. As amostras destas pacientes foram submetidas ao teste rápido imunocromatográfico, sendo comparadas com ELISA e confirmadas pela aglutinação. Resultados: dentre as 443 gestantes submetidas ao teste rápido (20,1% dos partos no período, 16 apresentaram resultados positivos (3,6%. Nenhuma amostra negativa pelo teste rápido foi positiva pelo ELISA. Entretanto, das 16 amostras positivas pelo teste rápido, duas foram negativas pelos testes confirmatórios. Logo, a sensibilidade do teste rápido foi de 100,0%, especificidade 99,5%, valor preditivo positivo 87,5% e valor preditivo negativo 100,0%. Conclusões: os resultados obtidos na avaliação do teste para o diagnóstico rápido da infecção pelo HIV-1 em gestantes revelaram sensibilidade, especificidade e valores preditivos que o credenciam como recurso extremamente importante na indicação de medidas que reduzem a transmissão perinatal desse vírus.Purpose: to evaluate the results of a rapid diagnostic test for HIV-1 infection made available by the Health Ministry for the identification of pregnant women contaminated by this virus. Methods: we evaluated prospectively 443 pregnant women with no prenatal serologic anti-HIV test seen at the Department of Gynecology and Obstetrics of the Faculty of Medicine of Ribeirão Preto, University of São Paulo, from February to June, 2000. Samples from these patients were submitted to the rapid immunochromatographic test, which was compared with ELISA and submitted to a confirmatory

  17. Dopplervelocimetria arterial em gestantes com antecedente de crescimento intra-uterino retardado Arterial doppler velocimetry in pregnant women with previous idiopathic intrauterine growth retardation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Sasaki

    1998-10-01

    Full Text Available Objetivo: verificar o comportamento da dopplervelocimetria no decorrer de gestações de risco e analisar os resultados perinatais obtidos entre os conceptos que apresentaram crescimento intra-uterino retardado (CIUR e os considerados adequados para a idade gestacional (AIG. Método: avaliou-se prospectivamente a evolução da dopplervelocimetria em 38 gestantes com antecedente de CIUR idiopático, correlacionando-a com a presença do CIUR na gestação atual. A população gestacional em estudo foi dividida em dois grupos, de acordo com o peso de seus respectivos recém-nascidos. O grupo 1 apresentou recém-nascidos com CIUR e o grupo 2, recém-nascidos adequados para idade gestacional. O CIUR foi diagnosticado em 23,7% (9/38 dos casos. A dopplervelocimetria das artérias umbilical e uterina foi realizada entre a 20ª e a 40ª semana de gestação. A dopplervelocimetria da artéria cerebral média foi analisada após a 28ª semana de gestação e repetida duas vezes por mês, valorizando-se o último exame antes do parto. Resultado: verificamos uma correlação entre a média do índice S/D da dopplervelocimetria da artéria uterina e umbilical na 24ª e 28ª semana de gestação, respectivamente, e a ocorrência de CIUR. Não houve diferença entre os dois grupos quanto à presença ou ausência da incisura protodiastólica na artéria uterina e os índices da artéria cerebral média no último exame antes do parto. Houve relação entre a internação no berçário, superior a três dias, e a presença de CIUR. Conclusões: A dopplervelocimetria é um recurso propedêutico que deve ser empregado no acompanhamento de casos com maior risco para o CIUR. Com isso, consegue-se detectar aqueles fetos com maior risco de hipóxia e, ao se interromper oportunamente a gestação, evitam-se as complicações relacionadas ao sofrimento fetal.Purpose: to determine the behavior of doppler velocimetry during the course of risk pregnancies and to compare

  18. Enteroparasitoses em gestantes e puérperas no Rio de Janeiro Enteroparasitosis in pregnant and post-partem women in Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lêda Maria da Costa Macedo

    1996-09-01

    Full Text Available A prevalência de parasitoses intestinais foi determinada em 795 mulheres distribuídas em grupos de 490 gestantes, 201 não-gestantes (controle e 104 puérperas, no período de novembro de 1989 a maio de 1991, no Rio de Janeiro, Brasil. Exames coproparasitológicos foram realizados pelos métodos de Sedimentação por Centrifugação, Faust, Kato-Katz e Baermann-Moraes. A prevalência de enteroparasitoses entre os grupos de gestantes (37,6% e o grupo-controle (38,3% pelo método de sedimentação por centrifugação foi praticamente igual, apesar de estar o primeiro grupo regularmente assistido por serviços especializados de saúde. Ascaris lumbricoides e Trichuris trichiura foram os parasitos mais freqüentes (em torno de 30,0%. Quando métodos mais específicos foram aplicados em 168 amostras de gestantes, o percentual foi elevado para 53,6%. Houve diferença estatística significativa entre a taxa de gestantes e puérperas (69,2%. Estes achados mostram a pouca atenção dispensada a estas infecções durante a gestação, não obstante relatos anteriores das possíveis repercussões para o feto e o recém-nascido.From November 1989 to May 1991, in Rio de Janeiro, Brazil, the prevalence of intestinal parasitosis was investigated in 795 women coming from the Public Health Services, who were divided into three groups: 490 pregnant women in pre-natal care period, 104 after-delivery women and 201 non-pregnant women (control. Coproparasitologic tests were run using the Sedimentation through Centrifugation, Faust, Kato-Katz and Baermann-Moraes methods. Positivities were found ranging from 37.6% to 53.6% for pregnant women, 38.3% for non-pregnant women and 69.2% for after-delivery women, with statistically significant differences between the rates of pregnant women and after-delivery women, and with no statistic difference between the groups of pregnant and non-pregnant women. The most frequent parasites found were A. lumbricoides and T. trichiura

  19. Prevalência de deficiência de ferro em gestantes de primeira consulta em centros de saúde de área metropolitana, Brasil: etiologia da anemia The prevalence of iron deficiency in pregnant women at their first consultation in health centers in a metropolitan area, Brazil: etiology of anemia in anemic pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elvira Maria Guerra

    1992-04-01

    Full Text Available No período compreendido entre abril e outubro de 1988, foram estudadas 363 gestantes de primeira consulta , que estavam inscritas no Programa de Atendimento à Gestante em oito Centros de Saúde da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo (Brasil. Na ocasião da coleta de material estas gestantes não faziam uso de medicamentos que continham ferro, ácido fólico, vitamina B12 ou associações destes. A idade média das gestantes foi de 25 anos; 65,9% delas pertenciam a famílias com renda de até um SMPC (salário mínimo per capita e apenas 3,1% pertenciam a famílias com renda superior a 3 SMPC. Tomando-se a saturação da transferrina inferior a 15% como índice mínimo para definir a deficiência de ferro, a prevalência de deficiência de ferro no primeiro trimestre (4,6% foi significativamente menor do que a observada no segundo (17,3%, e esta foi menor do que no terceiro trimestre (42,8%. A prevalência de deficiência de ferro total agrupada nos três trimestres foi de 12,4%. Não houve diferença significativa entre as prevalências de deficiência de ferro segundo o número de partos. Esta prevalência foi maior no grupo das gestantes que pertenciam a famílias com renda de até 0,5 SMPC. Nas gestantes anêmicas, 46,7% eram deficientes de ferro, 44,4% de ácido fólico, 20,0% de ferro e ácido fólico e nenhuma delas eram deficientes de vitamina B12.Three hundred and sixty-three pregnant women enrolled in the Pregnancy Medical Care Program of S. Paulo Health Department in the district of Butantan, S. Paulo city, Brazil, were studied at their first routine consultation between April and October, 1988. Their average age was 25 and 65,9% of them belonged to families with a monthly income below US$ 50.00 per capita. Only 3.1% presented an income above US$ 150.00 per capita. Taking the minimum transferrin saturation threshold of 15% as determining iron deficiency, a 4.6% prevalence of iron deficiency was observed in the first

  20. Uma revisão literária dos cuidados de enfermagem na humanização do parto hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Neto Ribeiro de Oliveira

    2017-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente artigo foi identificar, a partir de uma revisãointegrativa da literatura, o conhecimento científico produzidoentre 2009 e 2014 sobre os cuidados de enfermagem na humanizaçãodo parto hospitalar. Foram selecionados 15 artigos que abordaram atemática em questão, publicados entre os anos de 2009 e 2014, emperiódicos indexados nas bases de dados LILACS e SciELO. Entreos periódicos que mais publicaram sobre o assunto, destaca-se a EscolaAnna Nery Revista de Enfermagem (26,66%. O levantamentorevelou que o (a enfermeiro(a cumpre um papel imprescindível deeducação em saúde para as gestantes, promovendo a atenção humanizadae garantindo à gestante um modelo conducente a uma efetivahumanização da parturição e do parto, além de atender as necessidadesindividuais por meio da participação ativa e do poder de escolhasaudável, para o período gravídico. Espera-se que os resultados desteestudo sirvam de fonte para o conhecimento e incentivo para mais estudosa respeito dessa temática ainda pouco explorada em nosso meio.Palavras-chave: Humanização do parto; Gravidez e cuidados deenfermagem.

  1. Estado nutricional y seguridad alimentaria en gestantes adolescentes: Pereira, Colombia, 2009 Estado nutricional e segurança alimentaria em gestantes adolescentes: Pereira, Colombia, 2009 Nutritional status and food safety in teenage pregnant women: Pereira, Colombia, 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rocío Quintero Tabares

    2010-07-01

    Full Text Available Objetivo. Valorar estado nutricional y percepción de seguridad alimentaria, de gestantes adolescentes consultantes en Instituciones de la ESE Salud Pereira durante el año 2009. Metodología. Estudio descriptivo de corte transversal. Con un 95% de nivel de confianza, se seleccionó una muestra de 150 gestantes, entre las asistentes al control prenatal durante los meses abril a junio de 2009. Se capacitaron cuatro encuestadores enfermeros profesionales. Se aplicó la encuesta y la Escala Latinoamericana y Caribeña de Seguridad Alimentaria. Se realizó valoración nutricional a partir de los registros en la historia clínica de biomarcadores e indicadores antropométricos y obstétricos. Se realizó análisis univariado y bivariado. Resultados. El 95% de las gestantes adolescentes eran de estratos I y II, el 59% con escolaridad secundaria incompleta, el 79% primigrávidas. El 21% tenía bajo peso pregestacional y el 45% bajo peso durante la gestación. El 15% mostró anemia. El 33% reportó infección urinaria. El 8.7% tenía riesgo de HIE. El 63.3% de las gestantes percibía algún grado de inseguridad alimentaria, que era severa en el 22.7% de los hogares. Conclusión. Se encontró una alta proporción de bajo peso pregestacional no compensado oportunamente. Debido al impacto de la seguridad alimentaria sobre la nutrición en el embarazo, su monitoreo debe ser incluido como una de las actividades básicas en la atención prenatal.Objetivo. Valorizar estado nutricional e percepção de segurança alimentaria, de gestantes adolescentes consultados em Instituições da ESSE Saúde Pereira durante o ano 2009. Metodologia. Estudo descritivo de corte transversal. Com um 95% de nível de confiança, selecionouse uma mostra de 150 gestantes, entre as assistentes ao controle pré-natal durante os meses abril a junho de 2009. Capacitaram-se quatro pesquisadores enfermeiros profissionais. Aplicou-se a enquete e a Escala Latino-americana e Caribenha de

  2. Induction of labor with titrated oral misoprostol solution versus oxytocin in term pregnancy: randomized controlled trial Indução do trabalho de parto por meio de solução oral titulada de misoprostol versus oxitocina em gestação a termo: estudo controlado randomizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rezvan Aalami-Harandi

    2013-02-01

    Full Text Available PURPOSE: To evaluate the effectiveness and the safety of orally administered misoprostol in comparison to intravenously infused oxytocin for labor induction in term pregnant women. METHODS: Between 2008 and 2010, a total of 285 term pregnant women whom were candidate for vaginal delivery were assessed for eligibility to enter the study. Twenty five patients were excluded for different reasons; and 260 included women were randomly assigned to one of the two groups according to the method of treatment, misoprostol or oxytocin. The misoprostol group received 25 µg every 2 hours for up to 24 hours for induction. The oxytocin group received an infusion of 10 IU which was gradually increased. The time from induction to delivery and induction to the beginning of the active phase and successful inductions within 12, 18, and 24 hours were recorded. The trial is registered at irct.ir, number IRCT2012061910068N1. RESULTS: Failure of induction, leading to caesarean section was around 38.3% in the oxytocin group and significantly higher than that of the misoprostol group (20.3% (pOBJETIVO: Avaliar a eficácia e segurança do misoprostol administrado por via oral em comparação à infusão de oxitocina para a indução do trabalho de parto em gestantes a termo. MÉTODOS: Entre 2008 e 2010, um total de 285 gestantes a termo candidatas para parto vaginal foram avaliadas quanto à eligibilidade para inclusão no estudo. Vinte e cinco pacientes foram excluídas por várias razões, e as 260 mulheres incluídas foram divididas aleatoriamente em dois grupos de acordo com o método de tratamento, misoprostol ou oxitocina. O grupo tratado com o misoprostol recebeu 25 µg cada 2 horas durante um máximo de 24 horas para indução. O grupo tratado com oxitocina recebeu infusão de 10 UI, que foi aumentada gradativamente. O tempo a partir da indução até o início da fase ativa e as induções bem-sucedidas dentro de 12, 18 e 24 horas foram registrados. O ensaio foi

  3. Número de replicações de inquéritos dietéticos para estimativa da ingestão de nutrientes em gestantes brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Saes Sartorelli

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivos: determinar o número de replicações de inquéritos dietéticos necessários para estimar a ingestão usual de nutrientes e em categorias de consumo de gestantes no Brasil. Métodos: estudo prospectivo conduzido entre 82 gestantes, no qual as informações sobre energia e 18 nutrientes foram obtidas em três inquéritos recordatórios de 24 horas, sendo um em cada trimestre gestacional. Empregaram-se diferentes fórmulas para o cálculo do número de replicações do método necessárias para classificar as gestantes em categorias de ingestão, que considera a razão das variâncias intrapessoal/interpessoal, e para a estimativa da ingestão usual, baseado na variância intrapessoal. Resultados: para classificar as gestantes em categorias são necessárias entre 11 e 51 replicações do método, considerando-se coeficiente de correlação de 0,9. Admitindo coeficiente de correlação de 0,7, o número de replicações do método variou entre quatro e 19. Para a estimativa da ingestão usual são necessárias entre duas e 33 replicações, admitindo-se um erro de 10%. Considerando-se um erro de 20%, são necessárias entre uma e sete replicações de inquéritos dietéticos. Conclusões: é necessário um elevado número de replicações de inquéritos dietéticos na estimativa da ingestão de nutrientes na gestação e o emprego de um número reduzido de replicações poderá atenuar as associações entre a dieta e desfechos de saúde maternos e fetais.

  4. Resultados da assistência ao parto no Centro de Parto Normal Dr. David Capistrano da Costa Filho em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil Results of childbirth care at a birthing center in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sibylle Emilie Vogt Campos

    2007-06-01

    Full Text Available A qualidade da assistência prestada em Centro de Parto Normal (CPN por enfermeira obstetra é amplamente questionada. Foi realizado um estudo descritivo e retrospectivo de 2.117 partos ocorridos entre janeiro de 2002 e julho 2003, no CPN Dr. David Capistrano da Costa Filho, em Belo Horizonte. Entre os principais resultados da assistência, destacam-se a taxa de transferência materna com 11,4%; a taxa de cesárea com 2,2%; a taxa de admissão em Centro de Tratamento Intensivo (CTI neonatal de 1,2%; e a taxa de Apgar This was a descriptive and retrospective study of 2,117 deliveries from January 2002 to July 2003 at the Dr. David Capistrano da Costa Filho Birthing Center in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil. Widespread questions have been raised concerning the quality of services provided at birthing centers by obstetric nurses. The results of the current study were: 11.4% maternal transfer rate; 2.2% cesarean sections; 1.2% neonatal ICU admissions; and 1% 5-minute Apgar scores below 7. Delivery dystocia and the request for epidural anesthesia were the main reasons for maternal transfer, and respiratory distress was the main cause of neonatal ICU admission. Corrected neonatal mortality was 2 per 1,000 live births. The results at this birthing center did not differ significantly from those in a review of the international literature. The most striking finding was the low cesarean rate. Comparative studies and more comprehensive national data on low-risk gestations are needed.

  5. Prevalência de anemia em gestantes de primeira consulta em centros de saúde de área metropolitana, Brasil The prevalence of anemia in first consultation pregnant women of health centers in a metropolitan area, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elvira Maria Guerra

    1990-10-01

    Full Text Available No período de abril a outubro de 1988, foram estudadas 363 gestantes de primeira consulta, as quais estavam inscritas no Programa de Atendimento à Gestante da Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo, subdistrito do Butantã, Município de São Paulo, Brasil. Na ocasião da coleta do material biológico estas gestantes não faziam uso de medicamentos contendo ferro, ácido fólico, vitamina B12 ou associações destes. A idade média das gestantes foi de 25 anos, 65,9% delas pertenciam a famílias com renda até 1 SMPC (salário mínimo per capita e apenas 3,1% pertenciam a famílias com renda superior a 3 SMPC. A prevalência de anemia foi de 12,4%. A média da concentração de hemoglobina (g/dl no primeiro trimestre foi significativamente maior que as médias no segundo e terceiro trimestres gestacional. A prevalência de anemia no primeiro trimestre: (3,6% foi significativamente menor do que aquelas encontradas no segundo (20,9% e terceiro trimestre (32,1%. As gestantes que tiveram mais que três partos tiveram prevalência de anemia significativamente maior do que aquelas com até três partos. A prevalência de anemia foi maior no grupo das gestantes que pertenciam a famílias com renda até 0,5 SMPC.Three hundred and sixty-three pregnant women enrolled in the Pregnancy Medical Care Program of S. Paulo Health Department from the district of Butantan, S. Paulo city, Brazil, were studied at the first routine consultation. At the time they were examined they were not given any medicine containing iron, folie acid or vitamin B12. Their average age was 25 and 65.9% belonged to families with a monthly per capita income below US$ 50.00. Only 3.1% had a per capita income above U$$ 150.00. The prevalence of anemia was 12.4%. The hemoglobin concentration (grams/dl in the first trimester was significantly higher than in the second and third trimester of pregnancy. The prevalence of anemia in the first trimesters (3.6% was significantly smaller

  6. Baixa autoestima situacional em gestantes: uma análise de acurácia Baja autoestima situacional en gestantes: un análisis de acurácia Situational low self-esteem in pregnant women: an analysis of accuracy

    OpenAIRE

    Joyce Carolle Bezerra Cavalcante; Vanessa Emille Carvalho de Sousa; Marcos Venícios de Oliveira Lopes

    2012-01-01

    Para investigar a acurácia de características definidoras do diagnóstico Baixa autoestima situacional, realizou-se um estudo transversal, com 52 gestantes atendidas num centro de atendimento familiar. Utilizou-se a taxonomia da NANDA-I e a escala de Rosenberg. O diagnóstico esteve presente em 32,7% das gestantes e todas as características apresentaram associação estatística com o diagnóstico, exceto "Relata verbalmente desafio situacional ao seu próprio valor". As características com maior se...

  7. Percepção materna de movimentos fetais como método de avaliação da vitalidade fetal em gestantes diabéticas Maternal perception of fetal movements as a method to evaluate fetal condition in diabetic women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Belmiro Gonçalves Pereira

    1999-12-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a acurácia da percepção materna dos movimentos fetais (PMMF na predição de alguns resultados perinatais em gestantes diabéticas. Métodos: análise retrospectiva de 209 gestantes diabéticas atendidas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM, entre junho de 1988 e maio de 1996, que tinham registro de PMMF dentro dos três dias anteriores ao parto, monitorização eletrônica da freqüência cardíaca fetal intraparto, idade gestacional > ou = 30 semanas, avaliação do recém-nascido (RN e diagnóstico neonatal. O teste de PMMF foi considerado normal quando a mulher detectou um mínimo de 7 movimentos em 60 minutos. Resultados: a sensibilidade do teste foi de 23 e 29% para Apgar Purpose: to evaluate the accuracy of maternal perception of fetal movements (MPFM in diabetic pregnant women, using Apgar score at the 1st and 5th min of life, intrapartum fetal distress and neonatal hypoxia as parameters. Methods: two hundred and nine diabetic women evaluated at the High Risk Prenatal Care Clinic of the Women's Hospital (CAISM were analyzed retrospectively between June 1988 and May 1996. All patients had MPFM records within three days before delivery, fetal heart rate recordings during labor, gestational age greater than 30 weeks and a complete neonatal evaluation. MPFM was classified as normal if seven movements were recorded in 60 min. Results: the sensitivity of the test was 23 and 29% for Apgar score 7 at 5 min and neonatal hypoxia. Conclusions: MPFM is a useful test to identify diabetic women needing fetal evaluation with more complex techniques, given the high NPV, that indicates the capacity to separate the cases where the fetus is in good condition.

  8. Prevalência de toxoplasmose aguda em gestantes, incidência de toxoplasmose congênita e desempenho de testes diagnósticos em toxoplasmose congênita

    OpenAIRE

    Ivana Rosângela dos Santos Varella

    2007-01-01

    Introdução: A infecção aguda pelo Toxoplasma gondii em gestantes pode determinar infecção fetal através de passagem transplacentária. As crianças afetadas podem desenvolver coriorretinite e déficit neurológico, na ausência de tratamento adequado. Objetivos: Estimar a prevalência de toxoplasmose aguda em gestantes atendidas na maternidade do Hospital Nossa Senhora da Conceição, avaliando possíveis diferenças nas freqüências ao longo do período estudado; medir a incidência de toxoplasmose congê...

  9. PARTO DOMICILIAR: AVANÇO OU RETROCESSO?

    OpenAIRE

    Sanfelice, Clara Fróes de Oliveira; FACULDADE DE ENFERMAGEM/ UNICAMP; Shimo, Antonieta Keiko Kakuda; FACULDADE DE ENFERMAGEM/ UNICAMP

    2014-01-01

    Parir em casa representa uma modalidade de atenção ao parto em ascensão na sociedade brasileira atual, embora em proporção pouco representativa quando comparada ao número de partos hospitalares. No Brasil, o tema tem sidoamplamente debatido por diferentes categorias profissionais, com destaque para a questão da segurança envolvidano processo. Este artigo, de cunho teórico-reflexivo, tem como objetivo apresentar um breve panorama globalda assistência ao parto domiciliar, problematizando a real...

  10. Educação em saúde para atenção à gestante: paralelo de experiências entre Brasil e Portugal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Abdel Massih Pio

    2014-03-01

    Full Text Available A prática assistencial tem suscitado inquietações relacionadas ao cuidado dispensado às mulheres, com a atenção para questões que se revestem de extrema importância na Saúde Materna na Saúde Pública. Propõe-se disparar neste estudo a discussão sobre os alcances e desafios da integralidade do cuidado à saúde materna, a partir da experiência de uma das autoras em cenários de saúde do Brasil e Portugal. Será apresentada a análise comparada do formato de grupos de gestantes enquanto estratégia frequente, principalmente na Atenção Primária dos dois países. Para isso, foi utilizada a observação participante de dois grupos de gestantes, um em cada país. A organização dos grupos foi apresentada e analisada em suas configurações metodológicas e práticas. A análise das experiências indica que os dois grupos podem ser considerados informativos ou educativos, com metodologia e estruturação sob a forma de palestras com temas pré-definidos, com reduzida possibilidade de reflexão e empoderamento, devido à forma fragmentada de apresentação, o que pode também denotar diminuída reflexão acerca das mudanças no papel feminino. Conclui-se que a necessidade do cuidado às mulheres, em distintos momentos de suas vidas, pressupõe a contínua luta por uma abordagem ampliada e integral, enfatizando a rede de cuidados e o enfoque na promoção de saúde.

  11. A prova de trabalho de parto aumenta a morbidade materna e neonatal em primíparas com uma cesárea anterior?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matias Jacinta Pereira

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a morbidade materna e os resultados neonatais, bem como algumas características clínicas e epidemiológicas de primíparas com uma cesárea anterior, segundo a realização de cesárea eletiva (CE ou prova de trabalho de parto (PTP no segundo parto. PACIENTES E MÉTODO: trata-se de estudo de corte transversal retrospectivo do segundo parto em mulheres com uma cesárea prévia, atendidas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM/UNICAMP, no período de 1986 a 1998. Os dados foram obtidos de 2068 prontuários clínicos que correspondiam a 322 casos de CE e 1746 de PTP. A análise dos dados foi realizada pela distribuição percentual dos casos de CE e PTP e das categorias das variáveis nestes dois grupos, com a diferença estatística avaliada pelos testes chi2, chi2 para tendência (chi2 trend e exato de Fisher, com nível de significância de 95%. RESULTADO: a indicação de CE diminuiu progressivamente com o tempo, passando de 22,6% em 1986 para 5% em 1998. A morbidade materna foi semelhante e reduzida nos dois grupos (1,24 e 1,21%. Não houve diferença significativa entre os grupos quanto ao índice de Apgar e natimortalidade, mas notou-se proporção significativamente maior de RN prematuros e com peso 4.000 g no grupo submetido à CE. A prevalência de CE foi significativamente maior em mulheres com idade >35 anos, história pregressa ou atual de síndrome hipertensiva, diabetes ou primeiro filho morto, bem como com alterações no volume do líquido amniótico. CONCLUSÕES: A realização da PTP aumentou progressivamente ao longo dos treze anos, sem aumento na morbidade materna e/ou neonatal. As indicações de CE obedeceram critério médico relacionado às condições clínicas maternas e/ou fetais desfavoráveis ao parto vaginal.

  12. Prevalência do diagnóstico de enfermagem: nutrição desequilibrada mais do que as necessidades corporais em gestantes Prevalencia del diagnóstico de enfermería: nutrición desequilibrada más que las necesidades corporales en gestantes Prevalence of the nursing diagnosis, imbalanced nutrition: more than body requirements, in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Escolástica Rejane Ferreira Moura

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a prevalência do Diagnóstico de Enfermagem (DE nutrição desequilibrada: mais do que as necessidades corporais em gestantes e verificar a associação entre o DE e as variáveis sociodemográficas e obstétricas. MÉTODOS: Estudo transversal, descritivo,exploratório, realizado com 146 gestantes atendidas em unidades básicas de saúde de Município da região metropolitana de Fortaleza(Ceará. Os dados foram coletados por meio de formulário durante consulta de enfermagem ao pré-natal. Foram realizados o cálculo do Índice de Massa Corporal e da mensuração da dobra da pele do tríceps. RESULTADOS: O DE em estudo foi determinado em 100 (68,4% gestantes. Verificou-se diferença estatística significativa da idade entre gestantes com e sem o DE (p= 0,001; paridade (p= 0,026 e idade gestacional (p= 0,002. CONCLUSÃO: O DE pesquisado apresentou prevalência marcante nas gestantes pesquisadas, estando associado a fatores evitáveis por ações educativas voltadas ao planejamento familiar, como idade materna e paridade.OBJETIVO: Identificar la prevalencia del Diagnóstico de Enfermería (DE nutrición desequilibrada: más que las necesidades corporales en gestantes y verificar la asociación entre el DE y las variables sociodemográficas y obstétricas. MÉTODOS: Estudio transversal, descriptivo, exploratorio, realizado con 146 gestantes atendidas en unidades básicas de salud del Municipio de la región metropolitana de Fortaleza(Ceará. Los dados fueron recolectados por medio de un formulario durante la consulta de enfermería al prenatal. Fueron realizados el cálculo del Índice de Masa Corporal y de la mensuración del doblez cutáneo del triceps. RESULTADOS: El DE en estudio fue determinado en 100 (68,4% gestantes. Se verificó una diferencia estadística significativa de la edad entre gestantes con y sin el DE (p= 0,001; paridad (p= 0,026 y edad gestacional (p= 0,002. CONCLUSIÓN: El DE investigado presentó marcada

  13. Colonização materna e neonatal por estreptococo do grupo B em situações de ruptura pré-termo de membranas e no trabalho de parto prematuro Group B streptococcus maternal and neonatal colonization in preterm rupture of membranes and preterm labor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Luís Nomura

    2009-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar a prevalência e os fatores de risco de colonização materna por estreptococo do grupo B (EGB em gestantes com trabalho de parto prematuro (TPP e/ou ruptura prematura pré-termo de membranas (RPM. MÉTODOS: foram colhidos dois swabs anais e dois swabs vaginais de 203 gestantes com diagnóstico de TPP ou RPM entre 22 e 36 semanas completas de gestação atendidas no serviço em um período de um ano. Foram excluídas as gestantes que deram entrada com parto iminente. Um swab de cada local foi colocado em meio de transporte, sendo posteriormente enviados para cultura em placas de ágar-sangue, os outros dois foram incubados por 24 horas em meio de Todd-Hewitt para posterior semeadura em placas de ágar-sangue. Foram analisados fatores de risco com o uso do teste do qui-quadrado, t de Student (p ajustado a 0,05 e intervalo de confiança 95% e de regressão logística. Foram analisadas as seguintes variáveis: idade, raça, paridade e escolaridade maternas; resultados das culturas por local de coleta e tipo de cultura; diagnóstico de admissão; idade gestacional de admissão; bacteriúria assintomática; idade gestacional no parto; tipo de parto; taxa de colonização neonatal por EGB e resultado neonatal imediato. RESULTADOS: a prevalência de colonização materna por EGB foi de 27,6% (56 gestantes. As taxas de colonização segundo as complicações da gestação foram 30% para RPM, 25,2% para TPP e 17,8% para TPP + RPM. As variáveis "raça branca", "baixo nível de escolaridade" e "bacteriúria" foram associadas a maiores taxas de colonização na análise univariada. A presença de infecção urinária foi a única variável significativamente associada à colonização materna na análise multivariada. A taxa de detecção do estreptococo do grupo B foi significativamente maior com o uso do meio seletivo e com a associação de coleta de culturas anais e vaginais. A taxa de colonização neonatal foi de 3,1%. Ocorreram

  14. Evolução da migração de partos para Aracaju, Sergipe, Brasil, 1970-1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gurgel Ricardo Queiroz

    2003-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é descrever a evolução da migração de partos do interior do Estado de Sergipe para a capital (Aracaju, no período compreendido entre 1970 e 1996. Para tanto utilizou-se a informação "município de residência da mãe" cujo parto ocorreu nas maternidades de Aracaju, nos anos de 1970, 1976, 1986 e 1996. Ao se estudar as proporções de mães não residentes em Aracaju, verificaram-se diferenças significativas, sendo que o período com maiores percentuais de migração ocorreu entre 1976 e 1986. A migração foi estimulada pela melhoria das rodovias que dão acesso à capital (a partir de 1970 e pelo incentivo político com fins eleitoreiros (clientelismo. Assim, a melhoria na estrutura hospitalar do interior não impediu o aumento da migração para a capital. Em Sergipe, no período em estudo, houve um crescimento de 134,6% do número de partos ocorridos na capital, provenientes de outras localidades. Além disso, observa-se intensidades de variação diferenciadas, quando se analisa o fenômeno por regiões, tendo em vista a melhoria das condições de acessibilidade. Faz-se necessária a regionalização e hierarquização da assistência ao parto e ao recém-nascido, para que se possa dar um atendimento adequado às gestantes e aos seus filhos.

  15. Evolução da migração de partos para Aracaju, Sergipe, Brasil, 1970-1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Queiroz Gurgel

    Full Text Available O objetivo deste estudo é descrever a evolução da migração de partos do interior do Estado de Sergipe para a capital (Aracaju, no período compreendido entre 1970 e 1996. Para tanto utilizou-se a informação "município de residência da mãe" cujo parto ocorreu nas maternidades de Aracaju, nos anos de 1970, 1976, 1986 e 1996. Ao se estudar as proporções de mães não residentes em Aracaju, verificaram-se diferenças significativas, sendo que o período com maiores percentuais de migração ocorreu entre 1976 e 1986. A migração foi estimulada pela melhoria das rodovias que dão acesso à capital (a partir de 1970 e pelo incentivo político com fins eleitoreiros (clientelismo. Assim, a melhoria na estrutura hospitalar do interior não impediu o aumento da migração para a capital. Em Sergipe, no período em estudo, houve um crescimento de 134,6% do número de partos ocorridos na capital, provenientes de outras localidades. Além disso, observa-se intensidades de variação diferenciadas, quando se analisa o fenômeno por regiões, tendo em vista a melhoria das condições de acessibilidade. Faz-se necessária a regionalização e hierarquização da assistência ao parto e ao recém-nascido, para que se possa dar um atendimento adequado às gestantes e aos seus filhos.

  16. Valores séricos de imunoglobulinas e dos componentes do complemento em gestantes com ruptura prematura de membranas Immunoglobulin serum values and complement components in pregnant women with premature rupture of the membranes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valquíria Roveran

    2007-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: a ruptura prematura de membranas (RPM tem sido motivo para muitas indagações, dentre as quais os mecanismos imunes envolvidos. Diante da escassez de estudos relacionados ao tema, este trabalho teve como objetivo avaliar os valores séricos de imunoglobulina A (IgA, imnoglobulina G (IgG, imunoglobulina M (IgM, C3 e C4 em gestantes com RPM. MÉTODOS: neste estudo transversal, foram incluídas 36 mulheres grávidas, com idade gestacional entre 23 e 37 semanas. Deste total, 15 mulheres tiveram diagnóstico laboratorial e clínico de RPM. Foram excluídas as pacientes com início do trabalho de parto, sinais clínicos de infecção ou disfunções clínicas com repercussão sistêmica. Concentrações séricas de IgA, IgM e IgG, C3 e C4 foram avaliadas nas pacientes com (grupo de estudo e sem RPM (grupo controle. A correlação entre as dosagens, o número de partos e o tempo de ruptura foi determinada pelo coeficiente de correlação de Spearman (valor de r. RESULTADOS: os níveis séricos de IgA (média±DP foram significativamente mais altos nas pacientes do grupo controle do que nas pacientes do grupo de estudo (271,0±107,0 versus 202,9±66,1, respectivamente; p=0,024. Não houve diferença estatística quando os níveis de IgM, IgG, C3 e C4 foram comparados entre os grupos. Não foi notada associação significativa entre o número de partos e as dosagens de IgA, IgM, IgG, C3 e C4 (r entre -0,009 e 0,027; p>0,05. O tempo de ruptura médio das pacientes do grupo de estudo foi de 19,1 horas (uma a 72 horas, sem nenhuma associação com as dosagens séricas avaliadas. CONCLUSÕES: mulheres grávidas com RPM apresentam níveis de IgA significativamente mais baixos do que as pacientes grávidas normais. A variável "número de partos" não atua como um fator de confusão na análise comparativa das dosagens obtidas em pacientes com ou sem RPM, assim como também não houve associação entre o tempo de ruptura e as dosagens séricas de

  17. Prevalência da colonização vaginal e anorretal por estreptococo do grupo B em gestantes do terceiro trimestre Prevalence of vaginal and anorectal colonization by group B streptococcus in pregnant women in the last three months of gestation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudio Beraldo

    2004-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estudar a prevalência da colonização por estreptococo do grupo B em gestantes do terceiro trimestre, atendidas em um hospital regional, e avaliar a associação da colonização com as variáveis maternas demográficas e clínicas. MÉTODOS: no período de 8 de outubro de 2002 a 26 de março de 2003, foi realizado um estudo transversal (de prevalência com 309 gestantes no terceiro trimestre. Amostras de secreção vaginal e anorretal foram coletadas e testadas para identificação presuntiva do estreptococo do grupo B. Foram incluídas as gestantes com gestação maior ou igual a 36 semanas datadas por ultra-sonografia e excluídas as que se recusaram a participar, as em uso de antibioticoterapia e as que haviam sido submetidas a exame ginecológico pelo período mínimo de 24 horas antes da coleta. As gestantes foram caracterizadas por variáveis demográficas (raça, idade, grau de escolaridade, renda familiar e número de gestações e clínicas (idade gestacional, ocorrência de infecção urinária durante a gestação atual, ruptura prematura de membranas e tempo de bolsa rota, febre materna intraparto, corioamnionite, líquido amniótico com mecônio, via de parto utilizada, febre materna pós-parto e endometrite. RESULTADOS: das gestantes, 46 estavam colonizadas pelo estreptococo do grupo B, sendo que 26 (56,5% tiveram a cultura vaginal positiva, 8 (17,4% a cultura anorretal positiva e 12 (26,5% tiveram tanto a cultura vaginal como a retal positivas. Nenhuma das variáveis analisadas neste estudo foi estatisticamente significativa quanto à colonização pelo estreptococo do grupo B. Os resultados obtidos foram submetidos à análise bivariada pelo teste do chi2 e teste exato de Fisher quando apropriado. CONCLUSÃO: a taxa de prevalência da colonização vaginal e anorretal pelo estreptococo do grupo B em gestantes no terceiro trimestre, foi de 14,9%. Não houve associação entre fatores de risco (primigestação, idade

  18. Associação da Vaginose Bacteriana com o Parto Prematuro Espontâneo Association of Bacterial Vaginosis with Spontaneous Preterm Delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário Henrique Burlacchini de Carvalho

    2001-09-01

    Full Text Available Objetivo: relacionar a presença de vaginose bacteriana em gestantes com a ocorrência de parto prematuro espontâneo. Método: foram estudadas 611 gestantes do serviço pré-natal da Clínica Obstétrica do HCFMUSP. Foram incluídas gestantes com idade gestacional confirmada por ultra-sonografia no primeiro trimestre de gestação ou duas ultra-sonografias até a 20ª semana quando havia discordância da idade gestacional no primeiro exame. Os partos prematuros eletivos foram excluídos. A pesquisa da vaginose foi realizada na 23ª ou 24ª semana de gestação por meio da técnica de coloração de Gram. O pH vaginal foi pesquisado utilizando-se fita de pH Universal 0-14 produzida pela Merck. O conteúdo vaginal foi coletado com a paciente em posição ginecológica, utilizando-se espéculo não-lubrificado. O pH foi medido na parede lateral da vagina e o conteúdo para Gram foi coletado do fundo de saco vaginal utilizando-se de cotonete estéril. Resultado: das 611 gestantes envolvidas inicialmente no estudo, foram obtidos os resultados do parto em 541. A vaginose bacteriana foi diagnosticada por bacterioscopia em 19% dos casos. No grupo de gestantes com vaginose, 9,7% (10/103 evoluíram com parto prematuro, contra apenas 3,2% (14/438 no grupo negativo (p=0,008. A sensibilidade da bacterioscopia positiva para vaginose bacteriana para predição do parto prematuro foi de 41,7%, a especificidade de 82%, a acurácia de 80,2%, com taxa de falso-positivos de 18% e risco relativo de 1,8. Conclusão: a vaginose bacteriana diagnosticada pelo Gram do conteúdo vaginal representa fator de risco para o parto prematuro, com risco relativo de 1,8.Purpose: to evaluate the relationship between bacterial vaginosis (BV and spontaneous preterm delivery. Method: a total of 611 pregnant women from the general antenatal clinic of the "Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo" were enrolled in this study. All pregnancies were

  19. Evidências qualitativas sobre o acompanhamento por doulas no trabalho de parto e no parto Qualitative evidence of monitoring by doulas during labor and childbirth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raimunda Magalhães da Silva

    2012-10-01

    Full Text Available Objetivou-se elaborar uma metassíntese com as evidências sobre o trabalho das doulas no acompanhamento às mulheres em trabalho de parto e de parto. Realizou-se um levantamento nas bases de dados Medline, PubMed, SciELO, Lilacs, usando os descritores doulas, gestação, trabalho de parto, parto e terapia alternativa, no período de 2000 a 2009. Foram selecionados sete artigos e destes emergiram quatro categorias: suporte proporcionado por doulas; experiências das parturientes; relacionamento profissional; e opiniões e experiências dos profissionais. Os principais suportes estavam relacionados aos aspectos físico, emocional, espiritual e social. As experiências evidenciaram que as doulas estimulam a relação mãe e filho, orientam para uma amamentação bem-sucedida e contribuem para prevenir a depressão pós-parto. Observou-se controvérsia entre os profissionais quanto à aceitação deste novo membro na equipe obstétrica, e destacou-se o cuidado como inovador, que acalma, encoraja e supre as necessidades da gestante. Concluiu-se que os estudos qualitativos sobre este tema são recentes, incipientes, mas reveladores de uma importante possibilidade para a humanização do trabalho de parte e parto.The objective of this study was to conduct a metasynthesis of evidence of the work of doulas assisting women in labor and during childbirth. Articles between 2000 and 2009 were located in the Medline, PubMed, SciELO, and Lilacs databases using the key search words: doulas, gestation, labor, and alternative therapy. Seven articles were selected for the study and four categories were created: the support provided by doulas; the birth mother's experiences; professional relationship: and opinions and experiences of professionals. The doulas offered physical, emotional, spiritual and social support. Experiments showed that the professionals stimulated the mother/child relationship, oriented towards successful breastfeeding, and contributed to the

  20. Anestesia venosa total para laringectomia parcial em paciente na 28ª semana de gestação: relato de caso

    OpenAIRE

    Costa, José; Mendes, Dalva Maria Carvalho; Lobo, José Eduardo de Oliveira; Furuguem, Adriana Barrozo Ribeiro; Santos, Gabriel Gilberto

    2005-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Uma anestesia para paciente gestante constitui um desafio ao anestesiologista em virtude dos riscos para a mãe e para o feto. São muitas as complicações descritas pela literatura como malformações fetais, parto prematuro, instabilidade hemodinâmica materna e até morte fetal. O objetivo deste caso é mostrar uma paciente gestante de 28 semanas, submetida a laringectomia parcial sob anestesia geral venosa total com propofol, remifentanil e cisatracúrio. RELATO DO CASO:...

  1. Qualidade da dieta de gestantes em uma unidade básica de saúde em Belém do Pará: um estudo piloto = Diet quality of pregnant women in a basic health unit in Belém, Pará: a pilot study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gomes, Késia Carolinne Ferreira

    2015-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a qualidade da dieta de gestantes cadastradas em uma unidade básica de saúde em Belém do Pará. Materiais e Métodos: Estudo piloto de delineamento transversal, realizado com gestantes em uma unidade básica de saúde em Belém do Pará no ano de 2011. Foram aplicados questionário estruturado e inquérito alimentar recordatório de 24 horas em duplicata. O peso e a altura foram aferidos durante a entrevista para análise do Índice de Massa corporal (IMC. Para a avaliação da qualidade da dieta, foram analisados 10 de seus componentes de acordo com o índice da alimentação saudável (IAS. Resultados: Foram avaliadas 25 gestantes, com média de idade de 24,2±7,2 anos, peso 58,6±6,9 kg e IMC 25,7±3,9. Notou-se que 32% (8 apresentam excesso de peso. Pelo IAS, observou-se que 100% (25 das gestantes avaliadas não possuem uma dieta adequada, sendo que 60% (15 possuem uma dieta que necessita de modificações e 40% (10 apresentam uma dieta inadequada. Conclusão: A qualidade da alimentação de gestantes cadastradas em uma unidade básica de saúde em Belém do Pará se mostrou aquém das recomendações preconizadas, demostrando que 100% das gestantes possuem uma dieta inadequada

  2. O processo de trabalho na assistência ao parto em Londrina-PR El processo de trabajo en la asistencia del parto en Londrina-PR The working process in labor care in Londrina-PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thelma Malagutti Sodré

    2007-03-01

    Full Text Available Neste estudo investigamos a assistência ao trabalho de parto no município de Londrina-PR, sob o recorte da decisão dos profissionais em prescrever jejum, enema e tricotomia. Os dados foram colhidos em cinco instituições, por meio de entrevistas com dez médicos obstetras, oito enfermeiras e uma obstetriz, em 2000. As entrevistas foram interpretadas por meio da análise do discurso, extraindo-se frases temáticas. O referencial teórico utilizado foi o materialismo histórico e dialético. A análise das frases identificou o processo de trabalho dessa assistência com seus elementos constituintes. O médico é o principal agente e único com poder de decisão. Tal poder é reforçado pelos instrumentos identificados - a prescrição médica, o trabalho das enfermeiras e o local de prática: o hospital. O saber que embasa essa prática é o modelo clínico, representado pelas intervenções não individualizadas que atendem antes às necessidades dos agentes do que às do seu objeto (a parturiente.En este estudio investigamos la asistencia al trabajo de parto en el municipio de Londrina-PR, bajo el recorte de la decisión de los profesionales en prescribir ayuno, enema y tricotomía. Los datos fueron cogidos en cinco instituciones, por medio de entrevistas a diez médicos obstetras, ocho enfermeras y una obstetriz, en el año 2000. Las entrevistas fueron interpretadas por medio del análisis del discurso, extrayéndose frases temáticas. El referencial teórico utilizado fue el materialismo histórico y dialéctico. El análisis de las frases identificó el proceso de trabajo de esa asistencia con sus elementos constitutivos. El médico es el principal agente, y único con poder de decisión. Tal poder es reforzado por los instrumentos identificados - la prescripción médica, el trabajo de las enfermeras y el local de práctica: el hospital. El saber en que se fundamenta esa práctica es el modelo clínico, representado por las

  3. Assistência ao parto com a presença do acompanhante: Experiências de profissionais Asistencia del parto con la presencia del acompañante: Experiencias de profesionales The partner’s presence in delivery care: The professionals´ experience

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiza Akiko Komura Hoga

    2007-03-01

    Full Text Available A Organização Mundial da Saúde recomenda a participação de um acompanhante de escolha da gestante no parto. Objetivo: descrever a experiência dos membros da equipe profissional relativa à presença do acompanhante no parto. Metodologia: A pesquisa foi realizada em um hospital público do Estado de São Paulo-Brasil, entre Janeiro e Junho de 2001 e entrevistados 24 profissionais das seguintes categorias: médico obstetra e neonatogista, enfermeira obstétrica e auxiliar de enfermagem. Resultados: a presença do acompanhante provocou reflexos positivos em vários aspectos da assistência ao parto; A implementação de projetos de inserção do acompanhante no parto requer preparação sistemática; A inserção do acompanhante deve ser parte de uma proposta ampla de humanização da assistência; A presença do acompanhante fez com que os profissionais identificassem novas demandas na assistência ao parto. Conclusões: Os profissionais e a estrutura física devem estar preparados para inserir o acompanhante no parto e esta deve ser uma medida que integre uma proposta ampla de humanização da assistência ao parto.La Organización Mundial de la Salud recomienda la participación de un acompañante en el parto. Objetivo: Describir la experiencia de los miembros del equipo profesional frente a la presencia del acompañante en el parto. Metodología: La investigación fue realizada en un hospital público del Estado de São Paulo, Brasil, entre enero y junio del 2001, y para ello fueron entrevistados 24 profesionales de las siguientes categorías: médico obstetra, neonatólogo, enfermera obstétrica y auxiliares de enfermería. Los datos fueron analizados inductivamente e identificadas las semejanzas en las experiencias individuales. Resultados: Estas fueron las categorías descriptivas emergentes: La presencia del acompañante fue positiva en varios aspectos de la asistencia del parto. La implementación de proyectos de inclusión del

  4. Alterações de equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres no ciclo gravídico puerperal

    OpenAIRE

    Eufrásio, Laiane Santos

    2015-01-01

    INTRODUÇÃO: O ciclo gravídico-puerperal causa inúmeras transformações na vida da mulher, sejam elas físicas, hormonais, emocionais ou sociais. Tais alterações podem afetar o equilíbrio postural e a qualidade de vida dessas mulheres na gravidez, podendo persistir no pós-parto. OBJETIVO: Analisar alterações no equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres na gravidez e no pós-parto. METODOLOGIA: Este estudo foi composto por 47 mulheres participantes do Curso para Gestant...

  5. Níveis de infecção de estreptococos do grupo mutans em gestantes Infection levels in pregnant women by mutans streptococci

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio A. TORRES

    1999-07-01

    Full Text Available Considerando que a aquisição precoce dos estreptococos do grupo mutans é um fator de risco para o desenvolvimento de lesões cariosas nas crianças e que a transmissão desses microrganismos é dependente do nível de colonização apresentado pelas mães, procurou-se analisar a situação bucal de gestantes residentes na cidade de Bauru-SP-Brasil. Foram amostradas 50 gestantes na faixa etária de 16 a 37 (média de 22,8 ± 5,5 anos de baixo nível sócio-econômico que faziam acompanhamento pré-natal no Núcleo de Assistência às Gestantes (NAG-7. A condição bucal foi avaliada pelo índice CPO-S, realizado com o auxílio de sonda exploradora e espelho, sem o uso de tomadas radiográficas. Amostras de saliva estimulada foram obtidas e manipuladas de acordo com as especificações do fabricante do Caritest-SM (HERPO, para pesquisa do grupo mutans. Entre as 50 gestantes examinadas, o índice CPO-S variou de 5 a 114 (média de 37,1, sendo que 8 (16% possuíam todos os dentes; 39 (78% haviam perdido de 1 a 10 dentes e 4 (8%, de 13 a 22 dentes. O grupo mutans foi detectado em 48 (96% amostras de saliva, das quais 4 (8% apresentavam nível de infecção de 1 x 104 UFC/ml; 10 (20%, 5 x 104 UFC/ml e 4 (8%, 1 x 105 UFC/ml. Níveis de infecção mais favoráveis para a transmissão mãe-filho foram encontrados em 30 (60% gestantes, das quais 10 (20% mostraram 2,5 x 105 UFC/ml; 12 (24%, 5 x 105 UFC/ml e 8 (16%, 1 x 106 UFC/ml. Esses resultados demonstram que as gestantes albergam elevados níveis salivares de estreptococos do grupo mutans e que um programa preventivo direcionado ao grupo urge ser desenvolvido, a fim de reduzir ou protelar a transmissão intrafamilial desses microrganismos.The CFU number of mutans streptococci in saliva has been used to indicate dental caries risk, as well as to assess the effectiveness or the need for preventive measures. Considering that the acquisition in early childhood of mutans streptococci is a risk factor for

  6. Estudo do trabalho de parto (períodos de dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg em pacientes obesas no Conjunto Hospitalar de Sorocaba: aspectos maternos, fetais e perinatais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André de Araújo Rozas

    2011-03-01

    Full Text Available Objetivo: analisar em parturientes obesas os períodos do trabalho de parto (dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg e as repercussões maternas, fetais e perinatais. Método: estudo prospectivo de partos de pacientes obesas, comparando-as com um grupo de não obesas, identificadas através do Índice de Massa Corporal (IMC, assistidos no Conjunto Hospitalar (CHS e Hospital Santa Lucinda (HLS de Sorocaba de março de 2008 a janeiro de 2009. As variáveis pesquisadas foram as fases do parto (dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg, tipos de partos, intercorrências maternas, características e evolução de seus recém-nascidos no berçário. A análise estatística incluiu testes de diferenças entre proporções e de correlação. Resultados: foram estudadas 40 pacientes obesas, as quais tinham maior proporção em: idade de 20 - 29 anos (62,50%, casadas (45,00%, cor branca (57,50%, escolaridade de segundo grau incompleto (42,50%, provenientes de Sorocaba em 87,50%. A média de acompanhamento pré-natal foram nove consultas, provindas de Sorocaba (90,00%, maior proporção de multiparidade (60,00% e partos vaginais (77,50%. As fases de evolução do trabalho de parto (dilatação, expulsão, dequitação e de Greenberg foram similares em duração nos grupos de estudo e o de controle. Os recém-nascidos das obesas também não tiveram valores estatísticos significantes, em relação aos índices de vitalidade, sexo, peso e evolução em berçário, quando comparados aos parâmetros similares em recém-nascidos de pacientes não obesas. Conclusões: apesar citarem-se as possibilidades de várias patologias em parturientes obesas e em seus recém-nascidos, nesta pesquisa tais fatos não foram estatisticamente significantes quando comparados a um grupo de pacientes não obesas. Trabalho da Iniciação Cientifica - fomento através do CNPq.

  7. Combinação de butafosfan e cianocobalamina no metabolismo da glicose em vacas leiteiras após o parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    V.C. Tabeleão

    Full Text Available RESUMO A hipótese deste estudo é de que o uso da combinação de butafosfan e cianocobalamina pode melhorar a resistência periférica à insulina, aumentar a quantidade de glicose disponível para a glândula mamária e a produção de leite. Assim, o objetivo foi investigar os efeitos combinados de butafosfan e cianocobalamina sobre o metabolismo da glicose em vacas leiteiras no período pós-parto. Vinte e uma vacas leiteiras foram divididas em dois grupos: grupo controle (CON, n= 11, que recebeu cinco aplicações de solução salina (20mL / animal 0,9% NaCl, e grupo Catosal(r (ABC, n= 10, que recebeu cinco aplicações de 20mL de uma solução contendo as substâncias butafosfan e cianocobalamina (B12 Catosal(r, 100mg da substância butafosfan e 50µg de cianocobalamina por mL. As aplicações foram realizadas por via intramuscular, nos dias sete, 12, 17, 22 e 27 pós-parto. As amostras de sangue foram coletadas para a avaliação das concentrações plasmáticas de fósforo, glicose, ácidos graxos não esterificados (AGNE, albumina, aspartato aminotransferase (AST e creatina quinase (CK. Nos dias oito e 28 pós-parto, os animais foram pesados e submetidos aos testes de tolerância à glicose e à insulina. O tratamento promoveu perda de peso (ABC 40,4kg, CON 10,73kg, P<0,05 e aumento da AST (ABC 62,92 ±3,31U/L, CON 53,11±3,49 U / L, P<0,05 e dos níveis de CK (ABC 134,09± 19,08U / L, CON 79,43 ± 18,27U / L. Os grupos não diferiram quanto ao metabolismo (área sob a curva da glicose nos dias oito e 28, porém os animais tratados tiveram um aumento na glicemia (P<0,05 no dia 28 pós-parto (97,54 ± 8,54mg / dL, após a administração de insulina, em comparação ao dia oito (83,01 ± 8,54mg / dL. Assim, pode-se concluir que a combinação de butafosfan e cianocobalamina melhora a adaptação do metabolismo da glicose em vacas leiteiras no início da lactação.

  8. Vascularização arterial dos cornos uterinos em gatas gestantes sem raça definida (Felis catus Linnaeus, 1758

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Marques Silva

    2004-02-01

    Full Text Available Utilizaram-se 24 gatas gestantes, sem raça definida, doadas para o estudo da vascularização arterial dos cornos uterinos. Em 20 animais, com o intervalo gestacional entre 7 e 9 semanas, a aorta abdominal foi injetada com Látex-Neoprene 650 corado, associado ao Sulfato de Bário 1004. Os animais foram então radiografados, fixados em solução aquosa de formol 10% e dissecados para estudo da distribuição dos vasos arteriais destinados às regiões paraplacentárias e de cintas placentárias. Em 4 animais realizou-se o exame por Ecografia Power Doppler, onde se observou que nas regiões das cintas placentárias o índice de resistência dos vasos apresenta-se menor do que o encontrado ao longo da artéria uterina. Em todas as observações, a artéria uterina é o principal vaso a irrigar os cornos uterinos, emitindo de 2 a 17 ramos, com maior freqüência de 5 a 12 ramos, os quais se distribuem nas regiões paraplacentárias e/ou das cintas placentárias, formando arcadas anastomósticas. Não houve diferenças estatísticas significativas do número de ramos para cada região individualmente, porém a análise das radiografias contrastadas demonstrou haver uma concentração maior de contraste nas regiões das cintas placentárias. A artéria ovárica participa da vascularização arterial da extremidade cranial dos cornos uterinos, onde se anastomosa com ramos da artéria uterina.

  9. Casa de parto: simbologia e princípios assistenciais Casa de parto: simbología y principios de asistencia Birth center: symbols and assistance -related principles

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiza Akiko Komura Hoga

    2004-10-01

    Full Text Available A primeira Casa de Parto vinculada ao Programa Saúde da Família possui simbologia específica. Objetivou-se identificar os símbolos que permeiam as idéias, crenças, valores e práticas e os princípios que orientam a assistência prestada na Casa de Parto. O método de pesquisa foi a etnografia e a história oral temática, o recurso empregado para entrevistar enfermeiras obstétricas da Casa. Resultados: A Casa possui o valor simbólico da inovação da assistência ao parto e o cuidado humanizado à gestante é o princípio que norteia as práticas. Considerações finais: A simbologia da Casa e as práticas de cuidado desenvolvidas constituem referência às demais Casas de parto em proposição no Brasil e devem ser conhecidas pelas enfermeiras obstétricas.La primera Casa de Parto vinculada al Programa de Salud de la Familia posee simbología específica. El Objetivo de esta encuesta es identificar los símbolos que atraviesan las ideas, creencias, valores y prácticas así como los principios que orientan la asistencia de la casa de parto. El método de la encuesta fue la etnografía y la historia oral temática fue el recurso usado para entrevistar a enfermeras obstétricas de esta Casa. Resultados: La Casa posee el valor simbólico de la innovación de la asistencia al parto y el cuidado humanizado es el principio que orienta las prácticas de enfermería. Consideraciones finales: La simbología de la Casa y las prácticas de asistencia al parto desarrolladas en esta casa constituyen referencia de las demás casas de parto en Brasil y las deben conocer las enfermeras obstétricas.The first Birth Center of the Family Health Program has specific symbols. The purpose was the identification of symbols that permeate the ideas, beliefs, values, practices, and principles that guide the assistance given at the Birth Center. Ethnography was the research method; thematic oral history was the resource employed to interview obstetric nurses in

  10. Correlação entre os índices dopplervelocimétricos da veia cava inferior e ducto venoso e a concentração de hemoglobina do cordão em fetos de gestantes isoimunizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taveira Marcos Roberto

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: o objetivo principal desse estudo foi verificar se existe correlação entre os índices dopplervelocimétricos da veia cava inferior e do ducto venoso e a concentração sérica da hemoglobina fetal. MÉTODOS: estudo transversal e prospectivo, realizado entre janeiro de 1998 e junho de 2001. Foram acompanhadas 31 gestantes isoimunizadas com resultado do teste de Coombs indireto maior que 1:8, que foram submetidas à pesquisa de hemólise fetal. Quando foram indicadas as transfusões intra-uterinas intravasculares, a hemoglobina do cordão foi dosada no início do procedimento. Nos demais casos, a hemoglobina do cordão foi mensurada no momento do parto, sempre por cesariana eletiva. Obteve-se um total de 74 procedimentos estudados, definidos como sendo cada transfusão intra-uterina precedida pela dopplervelocimetria venosa. A mensuração da concentração da hemoglobina fetal foi realizada no Hemocue® (B-Hemoglobin Photometer Hemocue AB; Angelholm, Sweden, dispositivo usado para a determinação quantitativa de hemoglobina no sangue. A dopplervelocimetria da cava inferior e do ducto venoso foi realizada antecedendo a coleta do sangue fetal, sempre em intervalo de tempo inferior a 24 horas. Os índices dopplervelocimétricos estudados foram o índice de pulsatilidade para veias (IPV, o índice do pico de velocidade para veias (IPVV e a relação entre o pico de velocidade durante a fase de contração atrial e o pico de velocidade na sístole ventricular (relação CA/SV ou índice de pré-carga, na veia cava inferior, e o IPV, IPVV e a relação entre os picos de velocidade da sístole ventricular e da contração atrial (relação SV/CA, no ducto venoso. Foi realizado estudo de correlação entre a dopplervelocimetria da veia cava inferior e do ducto venoso e a hemoglobina do cordão, pela técnica de regressão linear simples. Realizou-se também estudo de associação entre os índices dopplervelocimétricos do compartimento

  11. ENTRE DESEJOS E POSSIBILIDADES: PRÁTICAS ALIMENTARES DE GESTANTES EM UMA COMUNIDADE URBANA NO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Frescura Junges

    2014-01-01

    Full Text Available estudio cualitativo, cuyo objetivo fue comprender las prácticas alimentarias de embarazadas que viven en una comunidad urbana al sur de Brasil. El método adoptó el abordaje de la etnoenfermería y la recolección de datos ocurrió a partir de un guión habilitador Observación-Participación-Reflexión, con cuatro embarazadas. El análisis etnográfico fue realizado en concomitancia con la recolección de datos, buscando temas que mantuvieran las interrogaciones de investigación. Los resultados permitieron revelar los significados culturales que las embarazadas atribuyeron a los saberes y a las prácticas alimentares, destacando las influencias de historia familiar y las relaciones sociales existentes en la comunidad. La percepción de los cambios corporales bajo la óptica de las embarazadas está relacionada a las elecciones alimentarias. Los profesionales enfermeros que ayuden a las embarazadas, al valorar las dimensiones del cuidado cultural, se aproximan de la familia y la comunidad, permitiendo una mejor adhesión al pre natal y promocionando acciones educativas coherentes con la cultura de estas gestantes.

  12. Perinatal outcome of twin pregnancies delivered in a teaching hospital Resultado perinatal de gestações gemelares com parto em hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Almeida de Assunção

    2010-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: This study aimed to evaluate the perinatal outcome of twin pregnancies delivered in a tertiary teaching hospital according to chorionicity. METHODS: A retrospective study involving 289 twin pregnancies delivered from January 2003 to December 2006 was carried out. Maternal and perinatal data were obtained from hospital charts and delivery logs. Chorionicity was determined by ultrasonography or histopathological study. RESULTS: Incidence of twin gestations was 3.4% and 96.4% were spontaneously conceived. 60.5% were dichorionic (DC, 30.8% of monochorionic diamniotic (MCDA, 6.6% monochorionic monoamniotic (MCMA and for 2.1% chorionicity was unknown. The mean gestation age at delivery was respectively 35.4, 33.6, 32.9 for DC, MCDA and MCMA. The mean birth weight was 2.171, 1.832 and 1.760 g respectively for DC, MC and MCMA. The proportion of fetuses delivered with less than 34 weeks in DC was of 21.7%, while in MCDA it was of 39.3% and in MCMA of 42.1%. Birth weight below the 10th centile occurred in 15.7% for DC, 22.5% for MCDA and 26.3% in MCMA. Congenital anomalies were observed in 21.3% in monochorionic and in 7.4% in the dichorionic. Lenght of hospital stay was shorter for DC when compared to MCDA and MCMA twins (13.1, 17.3 and 23.3 days, respectively. The proportion of twin pregnancies with both babies discharged alive were 85.7% in DC and 61.1% in MC. CONCLUSION: The rate of preterm deliveries and low birth weight is higher in monochorionic pregnancies when compared to dichorionic twins. However, when adjusted for complications such as fetal abnormalities and twin-twin transfusion syndrome, double survival rates were similar in the two groups.OBJETIVO: Avaliar o resultado perinatal nas gestações gemelares com partos em hospital universitário segundo a corionicidade. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 289 gestações gemelares com partos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, no per

  13. Fatores associados à adequação do cuidado pré-natal e à assistência ao parto em São Tomé e Príncipe, 2008-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Alexandra da Graça Dantas dos Reis

    2015-09-01

    Full Text Available Neste artigo, foram identificados fatores sociodemográficos associados com o cuidado pré-natal e com a assistência ao parto em São Tomé e Príncipe. A amostra foi composta por 1.326 nascidos vivos de mulheres de 15 a 49 anos que participaram do Inquérito Demográfico e Sanitário de São Tomé e Príncipe, 2008-2009. Foram utilizados modelos de regressão logística e multinomial multiníveis. A adequação global do cuidado pré-natal foi de 26% e da assistência ao parto de 7% quando realizado por médicos e de 76% quando realizado por enfermeiras/auxiliares. Os fatores associados ao pré-natal e à assistência ao parto adequados foram: ordem de nascimento, educação materna e o índice de bem-estar econômico. O local de residência se mostrou fator importante apenas em relação à assistência ao parto. Observou-se que os efeitos aleatórios referentes às áreas onde as mulheres residem exerceram impacto importante sobre a chance de realizar pré-natal adequado e parto com profissionais capacitados. A importância dos fatores socioeconômicos aponta para a elaboração de ações que visem reduzir a desigualdade social em São Tomé e Príncipe.

  14. Anestesia venosa total para laringectomia parcial em paciente na 28ª semana de gestação: relato de caso Anestesia venosa total para laringectomía parcial en paciente en la 28ª semana de embarazo: relato de caso Total intravenous anesthesia for partial laryngectomy in 28 weeks pregnant patient: case report

    OpenAIRE

    José Costa; Dalva Maria Carvalho Mendes; José Eduardo de Oliveira Lobo; Adriana Barrozo Ribeiro Furuguem; Gabriel Gilberto Santos

    2005-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Uma anestesia para paciente gestante constitui um desafio ao anestesiologista em virtude dos riscos para a mãe e para o feto. São muitas as complicações descritas pela literatura como malformações fetais, parto prematuro, instabilidade hemodinâmica materna e até morte fetal. O objetivo deste caso é mostrar uma paciente gestante de 28 semanas, submetida a laringectomia parcial sob anestesia geral venosa total com propofol, remifentanil e cisatracúrio. RELATO DO CASO:...

  15. Infecção pelo HIV entre gestantes atendidas nos centros de testagem e aconselhamento em Aids HIV infection among pregnant women attended in testing and counseling centers for AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio José Costa Cardoso

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência do HIV e identificar comportamentos sexuais de risco para a infecção em gestantes que realizaram rotina da assistência pré-natal. MÉTODOS: Estudo transversal com base em registros de atendimentos de 8.002 gestantes (25% do total dos municípios residentes em 27 municípios da Região Sul do Brasil, em 2003, que realizaram testes anti-HIV em Centro de Testagem e Aconselhamento que realizavam pré-natal. Foram coletadas informações sociodemográficas e comportamentais, além dos resultados de testes para sífilis e HIV, nas consultas de aconselhamento individual registradas em banco de dados do Sistema de Informações dos Centros de Testagem e Aconselhamento. Foram excluídas da base de dados as gestantes que buscaram os Centros para confirmação de sorologia anterior e aquelas encaminhadas ao serviço por apresentarem sintomas de Aids. RESULTADOS: Do total de gestantes estudadas, 0,5% (IC 95%=0,3-0,6 foram positivas para o HIV. A única variável associada com a soropositividade para o HIV foi o nível de escolaridade. A maioria das gestantes se expôs basicamente por meio de relações sexuais sem preservativos com o parceiro único com quem mantinham relação estável. As gestantes mais jovens, solteiras, desempregadas e de menor escolaridade constituíram o grupo de maior exposição. CONCLUSÕES: O Sistema de Informações dos Centros de Testagem e Aconselhamento revelou-se útil à vigilância epidemiológica da infecção pelo HIV e dos comportamentos de risco no segmento de gestantes e pode vir a sê-lo em relação a outras populações.OBJECTIVE: To estimate HIV prevalence and identify high-risk sexual behavior for infection in pregnant women who were given prenatal assistance. METHODS: Cross-sectional study based on attendance records of 8,002 pregnant women (25% of all municipalities who lived in 27 municipalities in Southern Brazil in 2003 and had anti-HIV tests done in a testing and

  16. Infecção pelo vírus da hepatite C em gestantes em Mato Grosso do Sul, 2005-2007 Infección por el virus de la hepatitis C en gestantes en Mato Grosso do Sul, Centro-Oeste de Brasil, 2005-2007 Hepatitis C virus infection among pregnant women in Central-Western Brazil, 2005-2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarice Souza Pinto

    2011-10-01

    Full Text Available O estudo teve por objetivo estimar a prevalência da infecção e genótipo do vírus da hepatite C (HCV, bem como determinar a subnotificação de casos. O total de 115.386 gestantes atendidas pelo Programa Estadual de Proteção à Gestante de Mato Grosso do Sul foi submetido à coleta de sangue para a detecção de anti-HCV, de 2005 a 2007. A prevalência da infecção pelo HCV foi de 1,07 casos/1.000. As amostras positivas foram submetidas à detecção do HCV-RNA e genotipadas. O genótipo 1 foi encontrado em 73% das amostras, 24,3% pertenciam ao genótipo 3 e 2,7% ao genótipo 2. A subnotificação de casos de hepatite C foi de 35,5%.El estudio tuvo por objetivo estimar la prevalencia de la infección y genotipo del virus de la hepatitis C (HCV, así como determinar la subnotificación de casos. El total de 115.386 gestantes atendidas por el Programa Estatal de Protección a la Gestante de Mato Grosso do Sul (Centro-Oeste de Brasil fueron sometidas a la colecta de sangre para la detección de anti-HCV, de 2005 a 2007. La prevalencia de la infección por el HCV fue de 1,07 casos/1000. Las muestras positivas fueron sometidas a la detección del HCV-RNA y genotipadas. El genotipo 1 fue encontrado en 73% de las muestras, 24,3% pertenecían al genotipo 3 y 2,7% al genotipo 2. La subnotificación de casos de hepatitis C fue de 35,5%.The study was aimed at estimating the prevalence of infection with and the genotype of hepatitis C virus (HCV, and to determine the extent of underreporting of HCV cases. A total of 115,386 pregnant women seen by the Program for Protection of Pregnancy [Programa Estadual de Proteção à Gestante] of the state of Mato Grosso do Sul, Central-Western Brazil, were tested for anti-HCV antibodies between 2005 and 2007. Prevalence of HCV infection was 1.07 cases per thousand. Positive samples were tested for HCV RNA and genotyped. Genotype 1 was detected in 73% of samples, genotype 3 in 24.3%, and genotype 2 in 2

  17. Prescrições para tratamento de malária não complicada em gestantes na Amazônia Legal: evidências do Projeto Mafalda*

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Chama Borges Luz

    2013-06-01

    Full Text Available Objetivos: Avaliar prescrições de antimaláricos segundo indicadores de qualidade e descrever relatos de eventos adversos entre gestantes com malária não complicada. Métodos: Estudo descritivo de prontuários de gestantes maiores de 15 anos, residentes em municípios de alto risco na Amazônia Legal. Antimaláricos caracterizados segundo frequência de prescrição, tipo de plasmódio e de unidade de saúde de atendimento, e de possíveis eventos adversos. Para comparação das variáveis estudas utilizou-se o teste do qui-quadrado de Pearson. Resultados: Foram avaliados 262 prontuários de gestantes. A maioria das gestantes pesquisadas recebeu diagnóstico de infecção por P. vivax (71,2%. Cloroquina foi o fármaco mais prescrito (65,6%. Fármacos não recomendados foram encontrados em 9,0% e 16,2% das prescrições para P. vivax e P. falciparum , respectivamente. Prescrições para P. falciparum , em proporção significativamente maior, contiveram esquemas e posologia e/ou duração do tratamento não adequados ao protocolo oficial (p = 0,001, bem como sem especificação da posologia (p = 0,004. Não houve diferenças significativas entre hospitais de referência e unidades básicas de saúde quanto aos esquemas de tratamento, proporções de prescrições contendo esquemas de tratamento não adequados e sem especificação da posologia. Cloroquina foi o fármaco mais envolvido em ocorrências de eventos adversos. Conclusões: Os resultados mostraram deficiências na prescrição de antimaláricos para gestantes, especialmente quanto à adequação ao protocolo oficial.

  18. Avaliação dos dados do cartão de pré-natal e registro da rotina prevista na assistência pré-natal de baixo risco em uma coorte de gestantes em Belo Horizonte

    OpenAIRE

    Juliana Moraes Carrilho

    2014-01-01

    A adequação da atenção pré-natal é relevante para redução das taxas de mortalidade materna e perinatal, sendo fundamental a integração das informações nos diferentes níveis de atenção à gestante. Este estudo teve como objetivo principal avaliar a completude dos dados dos cartões de pré-natal apresentados por uma coorte de gestantes admitidas em dois hospitais universitários de Belo Horizonte, conforme rotina prevista pelo MS e o protocolo da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH), para ...

  19. Estudo ultra-sonográfico da involução uterina pós-parto em cadelas Ultrasonography study of the post-partum uterine involution in bitches

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S.T.S. Ferri

    2002-02-01

    Full Text Available Utilizando-se 15 cadelas no pós-parto, são descritas as características da involução uterina e determinado o diâmetro do útero, por meio de exames seriados de ultra-som em modo B (tempo real, no período de zero a 28 dias pós-parto. O diâmetro uterino declina progressivamente, sem influência da ordem de parto ou tamanho da ninhada. As características ultra-sonográficas do útero são melhor visualizadas na primeira semana pós-parto e a qualidade da imagem diminui com o progresso da involução. Pela técnica usada são visualizadas apenas três camadas constituintes da parede uterina.The ultrasonographic characteristics and the involution of the uterus were described in 15 pregnant bitches by serial B-mode (real time technique at period of 0 to 28 days postpartum. The uterine diameter decreased progressively, without influence of parity or litter size. The ultrasonographic image of the uterus is better view in the first week and the image quality is poor at subsequent weeks. The uterus was composed of only three ecographic layers.

  20. Estudo da soroprevalência do AgHBs em gestantes da 15ª Regional de Saúde e da imunoprofilaxia para os recém-nascidos das gestantes AgHBs positivo = Study into the HBsAg seroprevalence in pregnant women from the 15th Health Regional and the immunoprophylaxia on the newborns of these HBsAg-positive women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Kaori Miyamoto

    2008-01-01

    Full Text Available Determinar a prevalência do AgHBs nas gestantes da 15ª Regional de Saúde (15ª R.S. atendidas no Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac, Universidade Estadual de Maringá, e verificar se foi solicitada a imunoprofilaxia para hepatite B aos recém-natos das gestantes AgHBs positivo, no período de janeiro de 1998 a dezembro de 2002. A pesquisa do AgHBs foi realizada pela técnica imunoenzimática IMxHBsAg e Axsym HBsAg (Laboratório Abbott. As solicitações de imunobiológicos especiais para a imunoprofilaxia da hepatite B ao CRIE foram obtidas na Seção de Epidemiologia da 15ª R.S. Foram analisadas 12.274 gestantes e a prevalência do AgHBs foide 1,0%. Dentre as 125 gestantes AgHBs positivo, foram solicitadas imunoprofilaxia para 32 (25,6% recém-nascidos. Ainda que a prevalência encontrada indique ser esta uma área de baixa endemicidade, os resultados reafirmam a importância da realização do diagnóstico da hepatite B no atendimento pré-natal, para adoção da imunoprofilaxia no recém-nascido.To determine HBsAg prevalence among pregnant women from the 15th Health Regional assisted in the Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac, Universidade Estadual de Maringá, and verify whether immunoprophylaxis with vaccine and immunoglobulin was requested for the newborns of HBsAg-positive women during the period from January 1998 to December 2002. The research about HBsAg was conducted using the immunoenzymatic IMxHBsAg (Abbot Lab and Axsym HBsAg (Abbot Lab techniques. The requests to the CRIE for specialimmunobiologic agents for Hepatitis B immunoprophylaxis were obtained in the Department of Epidemiology from the 15th Health Regional. The analysis includes 12,274 pregnant women, and the HBsAg prevalence was 1.0%. Among 125 HBsAg positive pregnant women, immunoprophylaxis was requested for 32 (25.6% newborns. Although the prevalence detected demonstrates this to be a low endemic area, the

  1. Screening for group B Streptococcus in pregnant women: a systematic review and meta-analysis Rastreo de Streptococcus del grupo B en gestantes: revisión sistemática y metanálisis Rastreamento de Streptococcus do grupo B em gestantes: revisão sistemática e metanálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Taminato

    2011-12-01

    para la reducción de la incidencia de sepsis neonatal. Las evidencias obtenidas en el estudio sugieren que la estrategia de screening universal para las gestantes asociado al uso de antibióticos profilácticos es segura y efectiva.A infecção por Streptococcus do grupo B (GBS é considerada importante problema de saúde pública. Está associada à sepse neonatal, meningite, pneumonia, óbito neonatal, aborto séptico, coriomnionite, endometrite e outras infecções perinatais. O objetivo deste estudo foi determinar a melhor estratégia de rastreamento de GBS em gestantes. Como método usou-se a revisão sistemática com metanálise. A pesquisa foi realizada no Departamento de Enfermagem/Universidade Federal de São Paulo/Centro Cochrane do Brasil. Para a busca usaram-se as fontes Embase, LILACS, MEDLINE, lista de referências bibliográficas, comunicação pessoal e Cochrane Library. Usaram-se, como critério de seleção, os estudos que analisaram algum tipo de rastreamento para GBS em gestantes. Independente do comparador, os resultados apontam que todas as análises foram favoráveis ao programa de screening universal para a redução da incidência de sepse neonatal. Pode-se concluir que evidências obtidas no estudo são sugestivas de que a estratégia de screening universal para as gestantes, associada ao uso de antibiótico profilático, é segura e efetiva.

  2. Doplervelocimetria das artérias oftálmica e central da retina em gestantes normais Dopplervelocimetry of ophthalmic and central retinal arteries in normal pregnancies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angélica Lemos Debs Diniz

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os padrões dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina durante o segundo e terceiro trimestres da gestação normal e comparar os valores obtidos do olho direito e esquerdo das gestantes. MÉTODOS: estudo transversal no qual se avaliaram seis índices doplervelocimétricos das artérias central da retina e oftálmica em 51 gestantes normais, com idades gestacionais entre a 20ª e a 38ª semana. As variáveis analisadas foram os índices de resistência e pulsatilidade (IR, IP, os picos de velocidade sistólica e diastólica (PVS, PVD e a razão entre picos de velocidade (RPV. A análise dos índices doplervelocimétricos dos olhos direito e esquerdo foi realizada utilizando-se a mediana dos valores. Para a comparação dos valores dos índices entre os dois olhos das gestantes, utilizou-se o teste t de Student para dados pareados. A associação entre a idade gestacional e os índices foi testada empregando-se o coeficiente de correlação linear de Pearson. Adotou-se o nível de significância de 5% para os testes estatísticos. RESULTADOS: a mediana dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina foram, respectivamente: IP=1,83; IR=0,78; PVS=34,20; PVD=6,80; RPV=0,48 e IP=1,34; IR=0,70; PVS=7,40; PVD=2,10. Não houve diferenças na análise comparativa dos índices doplervelocimétricos entre os olhos direito e esquerdo das gestantes normais. O coeficiente de correlação linear entre a idade gestacional e os índices de ambas as artérias não mostrou diferença significante durante a gestação normal. CONCLUSÃO: é factível a análise unilateral dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina no estudo de doenças maternas sistêmicas. Não há mudança significativa dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina ao longo da gestação normal entre a 20ª e a 38ª semana.PURPOSE: to

  3. Fibroma de ovario en una gestante joven

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha Lazo Pérez

    2015-02-01

    Full Text Available Se presenta el caso clínico de una gestante de 24 años de edad, quien acudió al Cuerpo de Guardia del Hospital Provincial Ginecoobstétrico Docente "Mariana Grajales Coello" de Santiago de Cuba, por presentar dolor en la parte baja del vientre, además de náuseas y estreñimiento. Se consideró el diagnóstico de fibroma de ovario, que fue definitivo luego de intervenirle quirúrgicamente y realizar el estudio anatomopatológico. Posteriormente se mantuvo el seguimiento clínico en consulta externa; la paciente evolucionó favorablemente y mantuvo su embarazo hasta tener a su hijo -- un recién nacido sano y a término -- a través de parto eutócico

  4. "Conhecimentos, atitudes e práticas dos médicos ginecologistas e obstetras em relação à saúde bucal e ao tratamento odontológico de pacientes gestantes"

    OpenAIRE

    Marcia Cristina Tirelli

    2004-01-01

    A proposta deste estudo foi investigar os conhecimentos, atitudes e práticas dos médicos ginecologistas e obstetras em relação à saúde bucal e ao tratamento odontológico de pacientes gestantes. Foram entrevistados, através de questionários padronizados, 204 médicos ginecologistas e obstetras associados à Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP) e que atuam no Município de São Paulo. Os resultados mostraram que 94,12% dos entrevistados possuem informações sobre os...

  5. Triagem pré-natal para toxoplasmose e fatores associados à soropositividade de gestantes em Goiânia, Goiás Prenatal screening for toxoplasmosis and factors associated with seropositivity of pregnant women in Goiânia, Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lucia Sartori

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: estimar a prevalência e identificar fatores associados à soropositividade pelo Toxoplasma gondii em gestantes. MÉTODOS: estudo de corte transversal retrospectivo, a partir dos registros de mulheres triadas para toxoplasmose pelo Programa de Proteção à Gestante, em 2008, residentes em Goiânia (GO. Esses registros foram vinculados aos do banco de dados do Sistema Nacional de Informações sobre Nascidos Vivos do Estado de Goiás. O processo de vinculação ocorreu em três etapas, sendo pareados 10.316 registros para análise dentre os 12.846 registros iniciais. Nesse processo foram consideradas as variáveis: nome da mulher, idade, data de nascimento, data provável do parto, data de nascimento do recém-nascido e dados referentes ao domicílio. Os anticorpos anti-Toxoplasma gondii foram detectados em amostras de sangue seco coletadas em papel filtro por meio dos testes Q-Preven Toxo para IgG e IgM. O teste do χ2 e χ2 para tendência foram utilizados para análise dos dados, e o odds ratio (OR para estimar a chance de associação entre variáveis de exposição e desfecho. RESULTADOS: a prevalência da infecção foi de 67,7%, e 0,7% apresentou anticorpos anti-Toxoplasma gondii IgM e IgG reagentes. Dessas, apenas três não se submeteram ao teste confirmatório em sangue venoso. A mediana do intervalo entre o screening e a nova coleta de sangue venoso foi de 12,5, e entre o screening e o teste confirmatório e de avidez, 20 dias. As variáveis associadas à exposição foram: faixa etária de 20-30 anos, OR=1,6, e >31 anos, OR=1,8; cor da pele parda, OR=1,4, e preta, OR=1,6; e escolaridade de 8-11 anos, OR=0,7, e >12 anos de estudo, OR=0,6. CONCLUSÃO: estimou-se elevada prevalência da infecção entre gestantes. Os fatores associados encontrados devem ser considerados durante o acompanhamento pré-natal, juntamente com ações educativas para a prevenção da infecção e vigilância do status sorológico de gestantes

  6. Prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women in Pelotas Prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto em Pelotas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Tavares

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To evaluate the prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women. METHODS: This is a cross-sectional study of postpartum women. The sample comprised mothers who have received prenatal care from the Brazilian National System of Public Heath in the city of Pelotas. Suicide risk and other mental disorders were evaluated using the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. A yes answer on one of the six interview questions was considered a sign of suicide risk. RESULTS: The sample consisted of 919 postpartum women. The 11.5% suicide prevalence was 4.62 (CI 2.45, 8.73 times higher in women with low educational levels. Women with comorbid depression or an anxiety disorder showed a 17.04 (CI 2.27; 19.96 times greater risk of suicide than those who did not suffer from any mood disorder. CONCLUSION: Lower education levels and psychiatric disorders are associated with suicide risk. Bipolar disorder is the psychiatric disorder with the highest impact on suicide risk.OBJETIVOS: Avaliar a prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto. MÉTODOS: Este foi um estudo em corte transversal com mulheres pós-parto. A amostra foi constituída de mães que receberam cuidados pré-natais prestados pelo Sistema Nacional de Saúde Pública do Brasil na cidade de Pelotas. O risco de suicídio e outros transtornos mentais foram avaliados pela Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. Uma resposta afirmativa a qualquer das seis perguntas é considerada um risco de suicídio. RESULTADOS: A amostra consistiu de 919 mulheres pós-parto. A prevalência do risco de suicídio foi de 11,5%. Ela foi 4,62 vezes mais alta (IC de 95% 2,45; 8,73 em mulheres de baixo nível educacional. Mulheres apresentando qualquer comorbidade para depressão e transtornos ansiosos tiveram uma chance 17,04 vezes maior (IC 95% 2,27; 19,96 àquelas que não apresentaram nenhum transtorno afetivo. CONCLUSÃO: Um n

  7. Estado nutricional de nutrizes adolescentes em diferentes semanas pós-parto Nutritional status of lactanting adolescents in different postpartum weeks

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma Blondet de Azeredo

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as modificações do estado nutricional de nutrizes adolescentes em diferentes momentos no pós-parto. MÉTODO: estudo do tipo analítico observacional longitudinal, com acompanhamento de 50 nutrizes adolescentes da 5ª a 15ª semana pós-parto (SPP. O estado nutricional foi avaliado na 5ª, 10ª e 15ª SPP, com uso do Índice de Massa Corporal (IMC/idade. Foi utilizado o método colorimétrico para avaliação da hemoglobina e microcentrifugação para o hematócrito. Usou-se ANOVA com medidas de repetição e Tukey como pós-teste, para comparação das médias. Trabalhou-se com nível de significância de 5%. RESULTADOS: observou-se modificação no estado nutricional do período pré-gestacional para a 15ª SPP, com diminuição na frequência de voluntárias com baixo peso (de 21% para 9% e aumento nos casos de sobrepeso (de 21% para 27% e eutrofia (58% para 64%. Apesar de, em média, as concentrações de hemoglobina (12,3±1,7g/dL e hematócrito (39,0±4,0% apresentarem-se adequados, observou-se grande frequência de anemia (30% durante todo o período estudado. CONCLUSÃO: os resultados mostram incremento no peso corporal em função do tempo de lactação, aumentando o problema da obesidade na adolescência. Também foi apontado que a anemia é um problema nutricional, não apenas durante a gestação, mas também na lactação em adolescentes. Portanto, deve-se prevenir e tratar possíveis deficiências nutricionais subclínicas existentes neste momento biológico.PURPOSE: to evaluate changes in the nutritional status of lactating adolescents in different postpartum weeks. METHOD: this is an analytical, observational, longitudinal study. Lactating adolescents were followed-up from the 5th to the 15th postpartum week (PPW. The nutritional status was evaluated in the 5th, 10th and 15th PPW by the Body Mass Index (BMI/age. A colorimetric method was used to determine hemoglobin level and microcentrifugation to define

  8. Risco de suicídio em gestantes de alto risco: um estudo exploratório Risk of suicide in high risk pregnancy: an exploratory study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucia Rosana Guerra Benute

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar o risco para comportamento suicida em gestantes de alto risco em um hospital público de São Paulo. MÉTODOS: Foi realizada entrevista semiestruturada com questionário previamente elaborado com cada uma das participantes (n = 268. O risco para suicídio foi identificado por meio da versão em português do PRIME-MD. RESULTADOS: A média de idade foi de 29 anos (SD = 0,507 e 30 semanas gestacionais (SD = 0,556. Constatou-se risco específico para suicídio em 5% (n = 14 do total da amostra. Destas gestantes, 85% têm relacionamento estável (casada ou amasiada, em 50% dos casos a gestação foi planejada, 71% têm religião e não exercem atividade profissional. Quando correlacionados os dados de estado civil, planejamento da gestação, idade, escolaridade, atividade profissional, risco de prematuridade e religião com risco para suicídio, constatou-se que ter uma religião apresentou significância estatística (p = 0,012. Não foram encontradas associações positivas para nenhum dos outros itens selecionados, quando comparados com o risco para suicídio. Ao correlacionar o risco de suicídio com os demais sintomas característicos de depressão maior, observou-se significância estatística em relação à insônia ou hipersonia (p = 0,003, fadiga ou perda de energia (p = 0,001, diminuição ou aumento do apetite (p = 0,005, menor interesse nas atividades diárias (p = 0,000, humor deprimido (p = 0,000, sentimento de inutilidade ou culpa (p = 0,000, diminuição da concentração (p = 0,002, agitação ou retardo psicomotor (p = 0,002. CONCLUSÃO: Observou-se que a religião pode ser um fator protetor com relação ao comportamento suicida. Além de propiciar uma rede social de apoio da qual as mulheres necessitam no período gravídico, as religiões apoiam as crenças na vida após a morte e em um Deus amoroso, propiciando objetivos a vida e autoestima e fornecendo modelos de enfrentamento de crises. Os resultados

  9. A dimensão da espiritualidade como estratégia de enfrentamento no diagnóstico positivo de HIV/AIDS em gestantes.

    OpenAIRE

    Pereira, Rita de Cássia de Carvalho

    2010-01-01

    Este estudo pretendeu analisar a dimensão da espiritualidade como uma estratégia de enfrentamento utilizada pelas gestantes atendidas no Serviço de Assistência Especializada Materno Infantil - SAE/MI frente ao diagnóstico soropositivo para HIV/AIDS, do Hospital Universitário Lauro Wanderley-HULW de João Pessoa da Universidade Federal da Paraíba. Trata-se de uma pesquisa descritiva e exploratório, do tipo estudo de caso, com amostra de 08 gestantes infectadas que descobriram o d...

  10. Fatores associados à agressão física em gestantes e os desfechos negativos no recém-nascido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Fernandes Viellas

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores socioeconômicos, demográficos e reprodutivos associados à agressão física na gestação e os desfechos negativos para o recém-nascido em dois grupos de mulheres: adolescentes e adultas jovens. MÉTODO: Estudo transversal com uma amostra de 8.961 puérperas que se hospitalizaram em maternidades do município do Rio de Janeiro por ocasião do parto. Para testar hipótese de homogeneidade de proporções foi utilizado o teste χ². A razão de chances e os intervalos de confiança foram estimados através de regressão logística. RESULTADOS: Foi apontado que 5% das adolescentes e 2,5% das adultas jovens sofreram agressão física na gravidez. Em ambos os grupos, as variáveis associadas com o abuso físico foram: menor nível de escolaridade, menor apoio do pai da criança e maior tentativa de interrupção da gestação. O aumento no consumo de bebida alcoólica mostrou associação com o abuso físico apenas no grupo de adolescentes, e o uso de drogas ilícitas somente entre as adultas jovens. Os filhos das puérperas agredidas tiveram duas vezes mais chances de óbito neonatal, e três vezes mais de óbito pós-neonatal. Por outro lado, a assistência pré-natal de boa qualidade reduziu a chance de agressão física durante a gestação. CONCLUSÕES: Os resultados alertam para o aumento da chance de óbito neonatal e pós-neonatal entre os filhos das vítimas de agressão física durante a gestação e apontam para a importância do pré-natal na identificação de mulheres sob maior risco de episódios violentos, momento oportuno para o desenvolvimento de ações de proteção e cuidado à mãe e ao bebê.

  11. Avaliação da adaptação psicossocial na gravidez em gestantes brasileiras Assessment of psychosocial adaptation to pregnancy in brazilian pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janiny Lima e Silva

    2011-08-01

    Full Text Available RESUMO OBJETIVO: avaliar a adaptação psicossocial na gravidez, por intermédio da tradução e adaptação de instrumento específico, para ser usado em gestantes brasileiras. MÉTODOS: estudo observacional de corte transversal. Foi realizada a tradução e adaptação transcultural do PSeQ (Prenatal Self-evaluation Questionnaire seguindo todas as etapas metodológicas exigidas. aplicou-se um questionário contendo perguntas abertas e fechadas de forma a caracterizar os dados sócio-demográficos e clínicos das gestantes (n=36. a análise estatística constou de média, desvio padrão (DP, freqüência absoluta e relativa. Para análise da consistência interna utilizou-se o coeficiente alfa de Cronbach, por meio do SPSS versão 17.0. RESULTADOS: as voluntárias apresentaram baixo nível sócio-econômico, média de idade de 25,1 anos ( 5,5, idade gestacional média de 25,9 semanas ( 8,1. Destas, 58,3% não haviam planejado a atual gravidez. O pré-teste mostrou que 75% das gestantes consideraram o questionário de fácil entendimento. Quanto ao instrumento PSEQ, a identificação com o papel materno foi a sub-escala que apresentou maior média 24,8 ( 5,6, enquanto o relacionamento com a mãe apresentou a menor média 15,4 ( 7,7. a consistência interna variou entre 0,52-0,89. CONCLUSÃO:a avaliação psicossocial materna no pré-natal mostra-se importante no acompanhamento da progressão da gestação e permite a intervenção mediante ações de promoção e prevenção no bem-estar materno-infantil.PURPOSE:to evaluate psychosocial adaptation to pregnancy by translating and cross-culturally adapting a specific assessment instrument to be used with Brazilian women. METHODS: this was a cross-sectional observational study. the translation and cross-cultural adaptation and of the Prenatal Self-evaluation Questionnaire (PSeQ was performed following all the required methodological steps. another questionnaire was applied to characterize the

  12. Parto vertical em hospital universitário: série histórica, 1996 a 2005 Vertical-position births at a University Hospital: a time-series study, 1996 to 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Odaléa Maria Brüggemann

    2009-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: descrever a evolução do número de partos horizontais e verticais na maternidade do Hospital da Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil, e avaliar a associação dos mesmos com a taxa de cesárea, de internações dos recém-nascidos em unidade de tratamento intensivo e semi-intensivo e as transfusões sanguíneas maternas. MÉTODOS: estudo descritivo -série histórica. Foram incluídos todos os partos, as internações dos recémnascidos na Unidade de Terapia Intensiva e as transfusões sanguíneas maternas ocorridas de 1996 até 2005. Para testar as tendências, utilizou-se o método de Prais-Winsten para regressão linear generalizada. RESULTADOS: em 1996 a porcentagem de partos verticais era 5,4% e em 2005 foi 52,3%. A variação média anual dos partos verticais foi de +20,8% (p=0,007 e dos partos horizontais de -15,2% (pOBJECTIVES: to describe the evolution of the number of horizontal and vertical births in the maternity ward of the University Hospital of the Federal University of Santa Catarina, Brazil and to evaluate their correlation with the rates for caesarian, for transfer of newborns to intensive and semi-intensive care units, and maternal blood transfusions. METHODS: a time-series study. All births resulting in newborns being transferred to the Intensive Care Unit, and the maternal blood transfusions obstetrics ward between 1996 and 2005 were included in this study. In order to test the tendencies, the Prais-Winsten generalized linear regression method was used. RESULTS: in 1996 the percentage for vertical births was 5.4% and in 2005 52.3%. The average annual variance for vertical births was +20.8% (p=0.007, and for horizontal births -15.2% (p<0.001. Caesarian births showed a tendency to stabilize (p=0.243. There was a decrease of in the number of newborns transferred to the neonatal intensive care unit, 6.1% per year (p=0.001 and in the need of maternal blood transfusions (5.2% -p<0.01. CONCLUSIONS: the

  13. Prevalência da colonização pelo estreptococo do grupo B em gestantes atendidas em ambulatório de pré-natal Prevalence of group B Streptococcus in pregnant women from a prenatal care center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Pogere

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a prevalência de estreptococo do grupo B (EGB em gestantes no terceiro trimestre da gravidez e explorar os fatores potencialmente associados à colonização. MÉTODOS: uma amostra de 273 gestantes no terceiro trimestre da gravidez, provenientes do ambulatório de pré-natal do Hospital Universitário do Sul do Brasil, foi investigada. Culturas de amostra vaginal e anorretal foram obtidas e inoculadas em meio seletivo de Todd-Hewitt suplementado com 10 µg/ml de colistina e 15 µg/ml de ácido nalidíxico e posteriormente subcultivadas em ágar sangue de carneiro desfibrinado. Todas as colônias suspeitas foram submetidas ao teste de aglutinação para detecção do antígeno específico do grupo B. O teste de Camp foi utilizado para identificação do EGB das variedades não hemolíticas. Analisaram-se também os dados demográficos, socioeconômicos, reprodutivos e clínico-obstétricos. A razão de prevalência (RP foi utilizada como medida de risco. Considerou-se como significante o intervalo de confiança no nível de 95% (alfa=0,05. RESULTADOS: a prevalência de colonização pelo EGB foi de 21,6% (59, sendo que 9,9% (27 das gestantes tiveram positividade em ambos os sítios, 6,95% (19 foram positivas somente no sítio vaginal e 4,75% (13 da amostra tiveram positividade apenas no sítio anal. A prevalência de EGB foi ligeiramente mais alta nas gestantes com idade inferior a 20 anos, naquelas com menor escolaridade e nas gestantes primíparas, e o dobro entre aquelas que não relataram aborto espontâneo, porém sem significância estatística. Não foi encontrada diferença na prevalência de EGB de acordo com história de doenças sexualmente transmissíveis e tabagismo. Quando os dados foram analisados conjuntamente, os fatores detectados como potencialmente associados à colonização pelo EGB foram: primíparas com mais de 30 anos (RP=1,55 e mulheres com mais de um parceiro sexual e freqüência de atividade

  14. Estudo do perfil hemodinâmico da artéria oftálmica em gestantes com diabetes mellitus gestacional Study of ophthalmic artery hemodynamic pattern in pregnant women with gestational diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gizeli de Fátima Ribeiro dos Anjos

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar os padrões hemodinâmicos da artéria oftálmica, por meio da doplervelocimetria, em portadoras de diabetes mellitus gestacional (DMG, e comparar os achados com os obtidos em gestantes normais. MÉTODOS: Estudo prospectivo caso-controle que analisou os índices doplervelocimétricos das artérias oftálmicas. Foram constituídos dois grupos: um com 40 gestantes com diagnóstico de DMG e o outro por 40 gestantes normais. Foram incluídas gestantes com DMG segundo critérios da American Diabetes Association - 2012, com gravidez de 27 semanas até o termo, e excluídas gestantes hipertensas, em uso de drogas vasoativas ou com diagnóstico prévio de diabetes. O estudo foi realizado em um olho com transdutor linear de 10 MHz Sonoace 8000 Live Medison ®. As variáveis analisadas foram: índice de pulsatilidade (IP, índice de resistência (IR, razão entre picos de velocidade (RPV, pico de velocidade sistólica (PVS e velocidade diastólica final (VDF. Para análise de normalidade das amostras foi empregado o teste de Lillefors, e os testes t de Student e Mann-Whitney, para comparação entre as médias e medianas conforme normalidade dos dados, e adotado nível de significância de 95%. RESULTADOS: As medianas e médias com desvio padrão das variáveis doplervelocimétricas da artéria oftálmica dos grupos de DMG e gestantes normais foram, respectivamente: IP=1,7±0,6 e 1,6±0,4 (p=0,7; IR=0,7 e 0,7 (p=0,9; RPV=0,5±0,1 e 0,5±0,1 (p=0,1; PVS=33,6 e 31,9 cm/seg (p=0,7; VDF=6,3 e 7,9 cm/seg (p=0,4. Não houve diferença significante entre as médias e medianas das variáveis analisadas entre os dois grupos de gestantes. CONCLUSÕES: Os padrões hemodinâmicos das artérias oftálmicas permaneceram inalterados no grupo de gestantes com DMG em relação ao grupo de gestantes normais, sugerindo que o tempo de exposição à doença durante a gestação é curto para causar vasculopatias importantes no território materno central

  15. Food Consumption and Iron Intake of Pregnant and Reproductive Aged Women Consumo alimentar e ingestión de hierro por mujeres embarazadas y en edad reproductiva Consumo alimentar e ingestão de ferro de gestantes e mulheres em idade reprodutiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Sayuri Sato

    2010-04-01

    alimentos, suplemento medicamentoso para gestantes y orientación nutricional para las mujeres en general.Comparar a prática alimentar e o consumo de alimentos fontes de ferro, naturais e fortificados, de mulheres em idade reprodutiva, gestantes ou não, constituiu o objetivo desta pesquisa. Estudo transversal, desenvolvido em um centro de saúde do município de São Paulo, envolvendo 61 mulheres, sendo 30 gestantes. Utilizou-se questionário de frequência de consumo alimentar e recordatório de 24h. As principais fontes naturais de ferro foram feijão e folhas verdes. Alimentos fortificados também tiveram participação importante. Houve pequena diferença estatisticamente significativa entre o consumo alimentar das gestantes e não gestantes. Observou-se inadequação do consumo de ferro, folato e cálcio nos dois grupos. As mulheres não gestantes atenderiam a demanda de ferro, considerando-se o adicional recomendado para a fortificação das farinhas, porém, as gestantes não. Há necessidade de estratégias combinadas: fortificação dos alimentos, suplementação medicamentosa para gestantes e orientação nutricional para as mulheres em geral.

  16. Corrimento vaginal referido entre gestantes em localidade urbana no Sul do Brasil: prevalência e fatores associados Self-reported vaginal discharge among pregnant women in an urban area in Southern Brazil: prevalence and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia M. V. da Fonseca

    2008-03-01

    Full Text Available Por intermédio de delineamento transversal, buscou-se determinar a prevalência e identificar fatores associados à ocorrência de corrimento vaginal referido entre gestantes da cidade de Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil. Utilizando-se de questionário padrão, foram investigadas características sócio-econômicas, demográficas, reprodutivas, condições de moradia, assistência recebida e ocorrência de corrimento vaginal referido entre estas gestantes. Para as comparações entre proporções utilizou-se teste do qui-quadrado e para análise multivariada regressão de Poisson. Dentre as 339 gestantes estudadas, 51,6% referiram corrimento vaginal na gestação. As seguintes variáveis mostraram-se significativamente associadas à ocorrência de corrimento vaginal referido: idade (razão de prevalências: RP= 1,49, estado civil (RP = 1,31, ocorrência de infecção urinária (RP = 1,56, hiperglicemia na gestação atual (RP = 1,48, uso de dispositivo intra-uterino (RP = 2,35, ocorrência prévia de parto prematuro (RP = 1,37 e utilização de anticoncepcional oral como fator de proteção (RP = 0,79. Este estudo mostrou prevalência elevada de corrimento vaginal referido entre as gestantes estudadas e permitiu identificar aquelas com maior risco de adoecer por esta causa, o que pode contribuir para a adoção de medidas preventivas.The purpose of this study was to determine the prevalence and risk factors associated with self-reported vaginal discharge among pregnant women in the city of Rio Grande, South Brazil. Using a cross-sectional design, a standard interview was applied to pregnant women at home by previously trained interviewers, covering the following: demographic, reproductive, and socioeconomic data, household conditions, health care, and illnesses during pregnancy, including vaginal discharge. The chi-square test was used to compare proportions, and Poisson regression was used in the multivariate analysis. Among the 339

  17. Fatores relacionados à presença de recém-nascidos grandes para a idade gestacional em gestantes com diabetes mellitus gestacional Factors related to the presence of large for gestational age newborns in pregnant women with gestational diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Carl Silva

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os fatores relacionados à presença de recém-nascidos grandes para a idade gestacional nas gestantes com diabetes mellitus gestacional. MÉTODOS: no período de janeiro de 2004 a julho de 2006, foram selecionadas, retrospectivamente, 157 gestantes que apresentavam diabete mellitus gestacional e estavam em acompanhamento. Esse grupo foi dividido em dois subgrupos: um com recém-nascidos de peso adequado para a idade gestacional (n=136 e outro com recém-nascidos grandes para a idade gestacional (n=21. Foram comparadas as características maternas nos dois grupos. Para a análise da hipótese de igualdade entre a média dos dois grupos, utilizou-se o teste t de Student. E para que se testasse a homogeneidade dos grupos em relação às proporções, foi utilizado o teste do χ2. RESULTADOS: os grupos não apresentaram diferença significativa quanto à idade materna, índice de massa corporal, ganho de peso durante a gestação, número de gestações anteriores, glicemia de jejum no teste oral de tolerância à glicose após a ingestão de 75 g (TOTG 75 g, idade gestacional no momento do parto, valores glicêmicos durante o tratamento e o tipo de tratamento utilizado (p>0,05. No grupo com recém-nascidos grandes para a idade gestacional, observou-se valor de glicemia de duas horas no TOTG 75 g maior (p=0,02, a idade gestacional de início de tratamento maior (p=0,02, e um número menor de consultas realizadas no serviço (pPURPOSE: to evaluate factors related to the presence of neonatal macrosomia in pregnant women with gestational diabetes mellitus. METHODS: 157 pregnant women presenting gestational diabetes mellitus in follow-up were retrospectively selected from January 2004 to July 2006. This group has been divided into two subgroups: one with newborns with weight in accordance with the gestational age (n=136 and another with macrosomic newborns (n=21. Maternal characteristics have been compared between the groups. The t

  18. Frequency of pregnant women with HBsAg in a Brazilian community Freqüência de gestantes portadoras do HBsAg em uma comunidade brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Duarte

    1997-01-01

    quais os fatores de risco, estudaram-se 7992 mulheres que tiveram suas gestações resolvidas no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. A reatividade sérica do HBsAg foi aferida por o teste ELISA em duas etapas: a primeira com período de incubação de 2 h (triagem e a segunda de 18 horas (confirmatória realizada nas amostras positivas ao triagem. Os marcadores anti-HBsAg, HBeAg, anti-HBeAg, e anti-HBcAg foram testados nas amostras confirmadamente positivas. No triagem, foram positivas para o HBsAg 1,05% (IC95%; 0,84-1,30 das amostras. Apenas 0,95% (IC95%; 0,75-1,19 foram confirmadamente positivas, sendo significativamente superior nas pacientes cujas gestações terminaram em aborto (1,84% do que as 0,84% que terminaram em parto (chi2 correção de Yates = 7,76; P < 0,005. A anamnese possibilitou identificar fatores de risco para a infecção pelo VHB em apenas 27,6% das pacientes avaliadas. Dessas amostras, 21,3% (IC95%; 1,04-30,56 apresentavam HBeAg positivo, de elevado risco para transmissão vertical desse vírus. Esses resultados reforçam a necessidade de pesquisa sorológica específica no final da gestação, possibilitando o máximo benefício da imunoprofilaxia neonatal.

  19. Resultados neonatais no parto vaginal espontâneo comparados aos dos partos com fórcipe de Simpson-Braun em primíparas Neonatal outcome of spontaneous deliveries as compared to Simpson-Braun forceps deliveries in nulliparous women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Belmiro Gonçalves Pereira

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar os resultados neonatais dos partos vaginais espontâneos ou assistidos com fórcipe de Simpson-Braun em nulíparas. MÉTODO: em estudo de corte retrospectivo foram avaliados dois grupos de primíparas atendidas no Centro Obstétrico do CAISM/UNICAMP, que tiveram parto vaginal sob analgesia epidural. O grupo fórcipe foi formado por 119 pacientes que tiveram parto a fórcipe de Simpson-Braun, e o grupo normal por 114 casos de parto vaginal espontâneo. Foram estudadas as variáveis neonatais imediatas como o estado do líquido amniótico e os índices de Apgar, assim como a evolução neonatal nos primeiros dias de vida. Para análise estatística foram utilizados os testes c², exato de Fisher e t de Student para comparação de médias e considerada significativa a diferença correspondente a pPURPOSE: to compare maternal and neonatal outcomes between spontaneous vaginal and Simpson-Braun forceps deliveries in nulliparous women. METHOD: a retrospective study including two groups of nulliparous women, who had vaginal delivery under peridural anesthesia in the obstetric unit of the CAISM-UNICAMP: the forceps group included 119 women who had Simpson-Braun forceps delivery, and the normal group included 114 women who delivered spontaneously. Neonatal outcomes, such as Apgar score and the evolution in the first days of life, were studied. Data were compared in both groups and, for statistical analysis, c² test, Fisher exact, and Student t tests were used. The differences were considered significant when p<0.05. RESULTS: the indications for Simpson-Braun forceps delivery were maternal-fetal relief (90 cases and abbreviation of the expulsive period (29 cases. In the forceps group there were 8 cases (6.7% of vaginal injuries; a similar result was observed in the normal group. The number of hospitalization days for the parturient and the newborns was identical, 2.4 days. The newborns in the two groups had similar Apgar scores

  20. Masaje perineal en gestantes

    OpenAIRE

    Muros Naranjo, Maria Carmen; Luque López, Eva; Sánchez Pascual, María José

    2015-01-01

    Cartel presentadaoen la Segunda Conferencia Internacional de Comunicación en Salud, celebrada el 23 de octubre de 2015 en la Universidad Carlos III de Madrid Introducción: el trauma perineal es una de las complicaciones más frecuentes tras un parto vaginal, que puede estar asociado a una morbilidad a corto y medio plazo; el masaje perineal aumenta la flexibilidad de los músculos perineales, lo que permite extenderse durante el proceso del parto sin que se produzcan desgarros. Objetivos...

  1. Relação entre prática religiosa, uso de álcool e transtornos psiquiátricos em gestantes Relationship between religious practice, alcohol use, and psychiatric disorders among pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Schumann Silva

    2010-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A saúde mental de gestantes é bastante discutida na literatura científica. Nesse período, a mulher passa por alterações físicas, hormonais, psicológicas e sociais e torna-se mais suscetível a problemas psíquicos. Há carência de estudos abordando a relação entre saúde mental e religiosidade nessa população. OBJETIVO: Investigar a relação entre prática religiosa, prevalência de diagnósticos psiquiátricos e consumo alcoólico em gestantes de Juiz de Fora. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 260 gestantes acompanhadas em Centros de Atendimentos a gestantes de Juiz de Fora, utilizando-se um questionário sociodemográfico (incluindo filiação e prática religiosa, o Mini International Neuropsychiatric Interview e o Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT. RESULTADOS: A maioria das gestantes era praticante de religião (60,8%. As gestantes praticantes apresentavam menor frequência (p BACKGROUND: Mental health of pregnant and postpartum women is a topic widely discussed in scientific literature. During this period, women are going through major changes in physical, hormonal, psychological and social aspects, and thus become more susceptible to psychic problems. The relationship between health and religiousness is also evident in the literature, however there are no studies examining this relationship among pregnant women. OBJECTIVE: To investigate the relationship between religious practice, prevalence of psychiatric disorders, and alcohol use in pregnant women users of The Brazilian National Health System in Juiz de Fora, Brazil. MATERIALS AND METHODS: This is a cross-sectional study, involving 260 pregnant women of Juiz de Fora. Data collection was performed in care centers for pregnant women of the city, using a sociodemographic questionnaire (which included religious practice and religious filiation, the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI, and Alcohol Use Disorders

  2. Indução de partos em suínos: uso de cloprostenol associado com ocitocina ou carbetocina Farrowing induction in swine: use of cloprostenol associated with oxytocin or carbetocin

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neimar Bonfanti Gheller

    2011-07-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de um análogo sintético da PGF2 (cloprostenol sodico, associado à ocitocina ou carbetocina, sobre a eficiência da indução ao parto em suínos. O experimento I foi realizado com 284 fêmeas, distribuídas em quatro tratamentos: cloprostenol; cloprostenol e 0,100mg de carbetocina; cloprostenol e 10UI de ocitocina; solução salina (NaCl 0,9%. No experimento II, foram utilizadas 276 fêmeas, distribuídas em quatro tratamentos: cloprostenol; cloprostenol e 0,10mg de carbetocina; cloprostenol e 0,05mg de carbetocina; cloprostenol e 10UI de ocitocina. A indução do parto foi realizada aos 113 dias de gestação, pela aplicação de 0,175mg de cloprostenol, via submucosa vulvar. A carbetocina ou a ocitocina foram aplicadas 24h após a aplicação de cloprostenol, pela via intramuscular. O intervalo indução-parto foi menor (P0,05 entre os tratamentos. A utilização de ocitócitos, em associação com cloprostenol, resulta em partos antecipados e mais sincronizados. O uso associado de cloprostenol e carbetocina reduz o tempo de parto e 99% ou mais dos partos ocorrem em até quatro horas após a aplicação de carbetocina, independentemente da dose utilizada.The aim of the present study was to evaluate the effect of a synthetic analogue of PGF2 (sodium cloprostenol associated to carbetocin or oxytocin on the efficiency of farrowing induction in swine. In Experiment I, 284 females were distributed in four treatments: - cloprostenol; - cloprostenol and 0.10mg of carbetocin; - cloprostenol and 10UI of oxytocin; and saline solution. In Experiment II, 276 females were distributed in four treatments: cloprostenol; cloprostenol and 0.10mg of carbetocin; cloprostenol and 0.05mg of carbetocin; and cloprostenol and 10UI of oxytocin. Farrowing induction was performed at 113 days of gestation using an injection of 0.175mg cloprostenol by vulvar submucosal route. Carbetocin or oxytocin was

  3. Experimental intoxication of pregnant goats with Tetrapterys multiglandulosa A. Juss. (Malpighiaceae Intoxicação experimental por Tetrapterys multiglandulosa A. Juss. (Malpighiaceae em cabras gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.M. Melo

    2001-02-01

    Full Text Available Green leaves of Tetrapterys multiglandulosa A. Juss were fed to pregnant goats from day 35 of pregnancy. Five goats received 10g/kgBW (group I, five received 20g/kgBW (group II and five were used as control (group III, and received only hay, fresh grass and commercial ration. All animals were clinically examined daily and submitted to ultrasonography every three days. Fetal death and vulvar catarrhal discharge with subsequent abortion were observed at the end of the second month of pregnancy in group II and at the third month of pregnancy in group I. Animals from groups I and II were slaughtered after abortion and necropsied. Goats from the control group were necropsied at the same time. The main lesions in the aborted goats were focal placentitis with early involution (apoptosis and placentary coagulation necrosis, acute focal endometritis and vulvo-vaginal petechiae. All aborted fetuses were underdeveloped when compared to control fetuses, probably due to fetal malnutrition, since no congenital malformations could be noted. The majority of aborted fetuses showed some degree of autolysis, as fetal death occurred five and three days before abortion, in groups I and II, respectively. The most remarkable fetal lesions were focal or diffuse hemorrhages in the skin, meninges and visceral serosae.Com o objetivo de investigar a toxicidade da Tetrapterys multiglandulosa A. Juss. foram utilizadas 15 cabras gestantes, divididas aleatoriamente em três grupos (GI, GII e GIII com cinco animais cada. Após estabelecer o diagnóstico de gestação no tempo médio de 35 dias, eram oferecidas diariamente doses de 10 e 20g/kg PV das folhas (jovens e maduras de Tetrapterys multiglandulosa para os grupos I e II, respectivamente, junto ao capim picado, feno e concentrado. Para o grupo III, usado como controle, foram fornecidos somente capim picado, feno e concentrado. Todos os animais foram submetidos a exames clínicos diários e a ultra-sonografia a cada tr

  4. Estudo endócrino não invasivo e comportamental da gestação, parto e lactação da jaguatirica (Leopardus pardalis) em cativeiro

    OpenAIRE

    Cristina Harumi Adania

    2009-01-01

    Os perfis longitudinais dos metabólitos dos esteróides sexuais, progesterona e estrógenos, e dos glicocorticóides foram analisados para 22 eventos (gestação, parto e lactação) de 8 jaguatiricas mantidas em cativeiro. Três eventos foram oriundos da Transferência de Embrião (TE) e foram comparados àquelas que gestaram por fertilização natural. As análises estatísticas demonstraram haver diferenças altamente significativas para metabólitos de progesterona na fase inicial (P

  5. Desempenho, características de carcaça e composição química de diferentes cortes comerciais de novilhas mestiças não-gestantes ou gestantes terminadas em confinamento = Performance, carcass characteristics and chemical composition of nonpregnant or pregnant heifers finished in feedlot

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Maria Araújo Macedo

    2007-10-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o efeito da gestação sobre o desempenho, características de carcaça e composição físico-química de cinco cortes de novilhas mestiças em confinamento. Utilizaram-secinco novilhas gestantes e cinco não-gestantes com 20 meses e peso corporal de 323 kg. Não houve diferença (p > 0,05 para peso final, ganho médio diário, consumo, conversão alimentar, peso de carcaça, rendimento de carcaça, área de olho de lombo e espessura de gordura de cobertura entre os tratamentos. O acém das novilhas gestantes teve maiores teores (p This work was carried out to study the effect of pregnancy on performance, carcass characteristics and chemical composition of crossbred heifers in comparison with nonpregnant heifers finished in feedlot. Five pregnant heifers and five nonpregnant heifers, 20 months old and with initial live weight of 327 kg were used. The initial live weight, final weight, average daily gain, intake, feed conversion, carcass weight, hot carcass dressing, Longissimus area and fat thickness (4.21 mm did not differ (p > 0.05 between treatments. Pregnant heifers chuck showed higher levels (p < 0.05 of moisture and ash, and lower levels (p < 0.05 of total fat, than nonpregnant heifers. Pregnant heifers rump showed higher levels (p < 0.05 of moisture. Nonpregnant heifers striploin had the highest level (p < 0.05 of moisture. The fatty acid profile of pregnant heifers chuck had the highest levels (p < 0.05 of 14:0, 16:1n7 and 20:4n6, but showed the lowest level (p < 0.05 of 17:0. Nonpregnant heifers topside showed the highest levels (p < 0.05 of 18:1t11 and 18:2c9t1. Pregnant heifers chuck showed the highest level (p < 0.05 of PUFA. Nonpregnant heifers had higher levels of n-6 fatty acids than pregnant heifers. The striploin of pregnant heifers showed higher percentage (p < 0.05 of n-3.

  6. Auto-estima e fatores associados em gestantes da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil Self-esteem and associated factors in pregnant women in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle de Souza Dias

    2008-12-01

    Full Text Available O estudo tem como objetivo mensurar a auto-estima e fatores associados em gestantes atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. É do tipo transversal, tendo-se entrevistado 560 gestantes nos meses de maio a novembro de 2006, nos ambulatórios e enfermarias dos hospitais universitários e do centro de atendimento da Prefeitura Municipal. Dentre as gestantes atendidas, 62,9% receberam o diagnóstico de alto-risco. Para avaliação da auto-estima foi utilizada a escala de Rosenberg. Na amostra total a média de pontos na escala foi de 9,2 e o desvio-padrão de 4,6. As variáveis associadas positiva e significativamente com auto-estima foram idade, nível de escolaridade e nível econômico. Já as variáveis percepção de risco à saúde do bebê e número de gestações mostraram-se associadas negativamente à auto-estima. Além disso, as gestantes com condição gestacional de alto-risco têm uma auto-estima mais elevada quando comparadas com as de baixo-risco.This study analyzes self-esteem and associated factors in pregnant women treated by the Unified National Health System (SUS in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. Using a cross-sectional design, 560 pregnant women were interviewed from May to November 2006. The interviews were held in specific locations like University outpatient clinics and hospital wards and a center run by the city government. A full 62.9% were diagnosed as high-risk pregnancies. Mean self-esteem according to the Rosenberg scale was 9.2 (SD = 4.6. Variables showing a positive, significant association with self-esteem were age, schooling, and income. Perception of risk to the unborn infant's health and parity were both negatively associated with maternal self-esteem. These high-risk pregnant women also showed higher self-esteem than low-risk pregnant women.

  7. Análise do acolhimento com as gestantes na atenção pré-natal em Crato-Ceará

    OpenAIRE

    Santana, Maria Do Socorro de Oliveira

    2011-01-01

    Este estudo teve o objetivo de analisar o acolhimento no cuidado à gestante, no contexto da estratégia de saúde da família, no município do Crato (CE). Estudo descritivo, seccional de abordagem quantitativa. Os dados foram coletados através de um questionário padronizado aplicado a 191 gestantes após a consulta pré-natal, entre os meses de março a julho de 2011. A adequação do acesso à assistência pré-natal foi analisada pelo indicador de processo do Ministério da Saúde e para a análise da ad...

  8. Níveis de infecção de estreptococos do grupo mutans em gestantes Infection levels in pregnant women by mutans streptococci

    OpenAIRE

    Sergio A. TORRES; Odila P. S. ROSA; Noemia AKIYOSHI; Adriana M. M. SILVEIRA; Walter A. BRETZ

    1999-01-01

    Considerando que a aquisição precoce dos estreptococos do grupo mutans é um fator de risco para o desenvolvimento de lesões cariosas nas crianças e que a transmissão desses microrganismos é dependente do nível de colonização apresentado pelas mães, procurou-se analisar a situação bucal de gestantes residentes na cidade de Bauru-SP-Brasil. Foram amostradas 50 gestantes na faixa etária de 16 a 37 (média de 22,8 ± 5,5 anos) de baixo nível sócio-econômico que faziam acompanhamento pré-natal no Nú...

  9. Resultado de partos domiciliares atendidos por enfermeiras de 2005 a 2009 em Florianópolis, SC Resultado de partos domiciliares atendidos por enfermeras de 2005 a 2009 en Florianópolis, Sur de Brasil Outcomes of planned home birth assisted by nurses, from 2005 to 2009, in Florianópolis, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce Green Koettker

    2012-08-01

    Full Text Available Estudo transversal sobre resultados obstétricos e neonatais dos partos domiciliares planejados assistidos por enfermeiras obstétricas em Florianópolis, SC. Dados coletados nos prontuários de 100 parturientes assistidas de 2005 a 2009 apontam 11 transferências hospitalares, sendo nove submetidas a cesariana. A maioria das que pariram no domicílio apresentou batimentos cardíacos fetais (94,0% e evolução no partograma normais (61,0%, adotou posição vertical na água, no período expulsivo (71,9%, e os recém-nascidos receberam Apgar do 5° minuto > 7 (98,9%. A frequência de episiotomia foi 1,0%, 49,4% não necessitaram sutura perineal. Os resultados indicam que o parto domiciliar é seguro.Estudio transversal sobre resultados obstétricos y neonatales de los partos domiciliares planificados asistidos por enfermeras obstétricas en Florianópolis, Sur de Brasil. Datos colectados en los prontuarios de 100 parturientas asistidas de 2005 a 2009, señalan 11 transferencias hospitalarias, siendo nueve sometidas a cesárea. La mayoría de las que parieron en el domicilio presentó pulsaciones cardíacas fetales (94,0% y evolución en el partograma normales (61,0%, adoptó posición vertical en el agua, en el período expulsivo (71,9%, y los recién nacidos recibieron Apgar al 5° minuto >7 (98,9%. La frecuencia de episiotomía fue 1,0%, 49,4% no necesitaron sutura perineal. Los resultados indican que el parto domiciliar es seguro.A cross-sectional study was performed to analyze obstetric and neonatal results of planned home births assisted by obstetric nurses in the city of Florianópolis, Southern Brazil. Data collected from the medical records of 100 parturient women cared for between 2005 and 2009 indicated 11 hospital transfers, nine of which underwent a Cesarean section. The majority of women who had a home birth showed normal fetal heart beat (94.0% and progress on the partogram (61.0%, vertical water delivery was the position most

  10. Morbidade psiquiátrica e uso de álcool em gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde Psychiatric morbidity and alcohol use by pregnant women in a public obstetric service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone N Pinheiro

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a relação entre consumo de álcool e problemas emocionais em gestantes, verificando se as gestantes com consumo problemático de álcool (uso nocivo ou dependência tiveram mais problemas emocionais quando comparadas àquelas cujo consumo não era problemático. MÉTODOS: Estudo transversal, observacional, sobre uma amostra clínica de um serviço obstétrico público de Ribeirão Preto, SP. A amostra foi não probabilística, de conveniência, do tipo consecutiva, composta por 450 gestantes. Foram aplicados três questionários: para dados sociodemográficos, o Questionário de Morbidade Psiquiátrica (QMPA e um questionário padronizado como parte da anamnese para avaliação de problemas relacionados ao uso de álcool (uso nocivo ou síndrome de dependência de acordo com os critérios da CID-10. Foram utilizados testes univariados (ANOVA para o exame comparativo entre grupos utilizando medidas de distribuição central e intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: Foram encontradas 172 gestantes (38,2% problemáticas (escore >7 pelo QMPA. Detectaram-se conforme critérios da CID-10, 41 (9,1% gestantes com consumo problemático de álcool, sendo 27 (6,0% com diagnóstico de uso nocivo e 14 (3,1% com dependência ao álcool. A presença de diagnóstico de uso nocivo ou síndrome de dependência ao álcool relacionou-se à maior intensidade de sofrimento emocional das gestantes, ou seja, maior média de pontuação nas subescalas ansiedade, depressão e álcool do QMPA. CONCLUSÕES: Considerando a prevalência de problemas emocionais, o consumo de álcool durante a gestação e os riscos de problemas à saúde materno-infantil sugere-se que sejam realizadas avaliações mais criteriosas pelos profissionais de saúde.OBJECTIVE: To investigate the relationship between alcohol consumption and emotional distress in pregnant women, and to verify whether women with problematic alcohol consumption (abuse or dependence have more

  11. Fotoproteção, melasma e qualidade de vida em gestantes Photoprotection, melasma and quality of life in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Sheylla Malta Purim

    2012-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar hábitos de exposição solar e fotoproteção entre gestantes de um hospital público, orientação sobre fotoproteção durante o pré-natal, presença de melasma e seu impacto na qualidade de vida. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo realizado em puérperas, com mais de 18 anos, participantes de um programa de assistência pré-natal da Região Sul do Brasil. A amostra foi não probabilística por conveniência. A coleta de dados ocorreu de julho a agosto de 2011, empregando-se entrevista direta, utilizando questionário estruturado para obter informações pessoais e dos hábitos de fotoproteção durante a gestação, avaliação cutânea e registro fotográfico de lesões mediante consentimento informado. A pele foi classificada em fototipos segundo Fitzpatrick e o melasma foi diagnosticado clinicamente. Entre as portadoras do melasma, foi aplicada a versão do MELASQoL-PB. A análise foi realizada com o programa Statistica®, versão 8.0, sendo o nível de significância pPURPOSE: To evaluate habits of sun exposure and sun protection of pregnant women in a public hospital, to assess orientation about photo protection during the prenatal care, and to detect the presence of melasma and its impact on their quality of life. METHODS: A descriptive cross sectional study conducted among women of 18 years old and older, after delivery, who participated in a program of prenatal care in the South Region of Brazil. The sample was non-probabilistic by convenience. Data collection occurred from July to August 2011 through direct interview using a structured questionnaire to obtain personal information and photo protection habits during pregnancy, skin assessment and photographic record of lesions through informed consent. The skin was classified per Fitzpatrick's phototypes and the melasma was diagnosed clinically. In the patients with melasma, the MELASQoL-PB version was applied. The analysis was performed using Statistica

  12. Analgesia de parto em paciente com tetralogia de Fallot não corrigida: relato de caso Analgesia de parto en paciente con tetralogía de Fallot no corregida: relato de caso Labour analgesia in parturient with uncorrected tetralogy of Fallot: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Florentino Fernandes Mendes

    2005-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Embora a tetralogia de Fallot seja a mais comum das cardiopatias congênitas cianóticas, as publicações nacionais, relacionando essa doença com a prática anestésica são escassas. O objetivo deste relato é apresentar um caso de analgesia de parto em paciente portadora de tetralogia de Fallot não corrigida e diagnosticada durante a gestação. RELATO DO CASO: Paciente com 26 anos, 56 kg, 1,56 m, idade gestacional 32 semanas e 5 dias, com diagnóstico de tetralogia de Fallot realizado durante a gestação. Internou em trabalho de parto. A conduta obstétrica foi a de parto via baixa, sendo realizada analgesia através de bloqueio peridural com bupivacaína a 0,125% e fentanil (100 µg e colocação de cateter peridural. Após 1h30 minutos do início da analgesia, ocorreu o nascimento. O peso do recém-nascido foi 1485 g e o índice de Apgar 6 e 8 no primeiro e no quinto minutos, respectivamente. A paciente permaneceu estável e sem alterações hemodinâmicas e/ou eletrocardiográficas. CONCLUSÕES: A escolha da técnica anestésica é de fundamental importância no manuseio das pacientes com tetralogia de Fallot não corrigidas. Condições favoráveis do colo e boa dinâmica uterina, particularmente naquelas pacientes sem história de síncope, tornam-se imprescindíveis para uma boa indicação da analgesia de parto.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Aunque la tetralogía de Fallot sea la más común de las cardiopatías congénitas cianóticas, las publicaciones nacionales, relacionando esa enfermedad con la práctica anestésica son escasas. El objetivo de este relato es presentar un caso de analgesia de parto en paciente portadora de tetralogía de Fallot no corregida y diagnosticada durante la gestación. RELATO DEL CASO: Paciente con 26 años, 56 kg, 1,56 m, edad gestacional 32 semanas y 5 días, con diagnóstico de tetralogía de Fallot realizado durante la gestación. Internó en trabajo de parto. La conducta

  13. Alterações nos parâmetros hematológico durante a gestação e no pós-parto de cabras da raça Saanen criadas no sul do Espírito Santo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Pacheco

    Full Text Available Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil hematológico de cabras da raça Saanen em diferentes fases da gestação e no pós-parto. Para sua realização foram utilizadas 24 cabras gestantes e 10 não gestantes da raça Saanen, criadas em condições intensivas no município de Alegre, Espírito Santo. As amostras foram coletadas dos 60 aos 135 dias de gestação, com intervalos de 15 dias entre as coletas. Após a parição foram realizadas mais duas coletas, também com intervalos de 15 dias. As amostras de sangue coletadas foram refrigeradas até a chegada ao laboratório, onde foi realizado o eritrograma e a leucometria global em analisador automático e as contagens diferenciais em esfregaço sanguíneo. Após análise dos resultados pode-se observar que, nas cabras avaliadas, houve influência do período de gestação, do pós-parto e da ordem de parto sobre os valores do eritrograma. Todos parâmetros avaliados, exceto VGM, diminuiram com o avançar da gestação até os quinze dias pós-parto, sendo que as maiores alterações ocorreram no final da gestação. A leucometria global (LG e específica também apresentaram diferenças significativas de acordo com o estado fisiológicos das fêmeas. Os valores médios de LG foram de 10.579 a 15.836 leucócitos/mm3. Fêmeas não gestantes apresentaram maiores valores de LG, diminuindo com a gestação até os 15 dias do pós-parto. Trinta dias pós-parto o valor de LG aumentou, assemelhando-se aos valores das cabras não gestantes. Os valores absolutos de neutrófilos segmentados seguiram a mesma tendência da LG. A quantidade de linfócitos apresentou diminuição a partir dos 120 dias de gestação, aumentando a partir dos trinta dias pós-parto. A quantidade de eosinófilos não sofreu alteração de acordo com o estado fisiológico e a quantidade de basófilos foi maior em fêmeas não gestantes. Para monócitos os resultados foram em geral superiores nas cabras não gestantes

  14. Avaliação reprodutiva pós-parto em Tapir (Tapirus terrestris: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudio Alvarenga de Oliveira

    2001-01-01

    Full Text Available O tapir ou anta, descrito como o maior mamífero terrestre brasileiro, pertence à ordem Perissodactila, subordem Hippomorfa, superfamília Tapiroidea e família Tapiridae. Na floresta úmida está envolvido com a dispersão de sementes em função das características do tubo digestivo. O acompanhamento do ciclo estral permite avaliar e compreender a atividade reprodutiva nas espécies animais. Nos animais silvestres, o estresse da contenção pode interferir na própria ciclicidade gonadal, uma das alternativas é o acompanhamento dos hormônios gonadais nas excretas. Buscamos neste trabalho o acompanhamento periódico da atividade gonadal através da quantificação de progesterona no leite. Utilizamos uma fêmea recém-parida no Zoológico de Araçatuba, da qual colhemos leite, esfregaço vaginal e temperatura retal. A progesterona foi quantificada por radioimunoensaio de fase sólida (Coat-a-Count, DPC® com curva padrão fornecida pela F.A.O. O ensaio mostrou sensibilidade de 1,25 nmol/l com coeficiente de variação intra-ensaio de 15,36%. Durante a fase de lactação, a fêmea não apresentou níveis detectáveis de progesterona por 158 dias (de novembro a abril. O primeiro pico de produção foi de 2,3 nmol/l e apresentou duração de 5 dias. O segundo pico de 3,54 nmol/l teve uma duração de 23 dias. Setenta e quatro dias após o aparecimento da progesterona no leite a lactação cessou. Podemos concluir que a fêmea de tapir apresentou um período de anestro lactacional de aproximadamente 5 meses e voltou a ciclar no outono (abril sugerindo pouca influência do fotoperíodo. A quantificação da progesterona no leite mostrou-se útil para o acompanhamento do ciclo estral na espécie, porém a variação da citologia vaginal e temperatura retal não apresentaram correlação com os níveis hormonais.

  15. Effect of pelvic floor muscle training on labour and newborn outcomes: a randomized controlled trial Efeitos do treinamento da musculatura do assoalho pélvico sobre o parto e recém-nascido: estudo controlado randomizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia A. R. Dias

    2011-12-01

    anos, e que eram capazes de contrair a musculatura do assoalho pélvico. As gestantes foram incluídas no estudo com 20 semanas de idade gestacional, e realizava-se a avaliação da pressão de contração vaginal pela contração da musculatura do assoalho pélvico. Elas foram randomizadas em dois grupos: grupo de treinamento e grupo controle. Todas as voluntárias tiveram o trabalho de parto e os resultados dos recém-nascidos avaliados por meio de consulta ao prontuário por um pesquisador não envolvido com o grupo de treinamento. RESULTADOS: Não houve diferença significativa entre os grupos quanto à idade gestacional no nascimento, tipo de parto, duração da segunda fase de trabalho de parto, tempo total de trabalho de parto, prevalência da laceração perineal, peso e tamanho do bebê e índice de Apgar. Nenhuma correlação foi encontrada entre a força muscular do assoalho pélvico e a segunda fase ou a duração total do trabalho de parto. CONCLUSÕES: Este ensaio clínico randomizado não verificou qualquer influência do treinamento muscular do assoalho pélvico e da força dos músculos do assoalho pélvico sobre o trabalho de parto e os resultados do recém-nascido.

  16. Anestesia em gestante com hipertensão intracraniana por meningite tuberculosa: relato de caso Anestesia en gestante con hipertensión intracraneal por meningitis tísica: relato de caso Anesthesia in pregnant patient with intracranial hypertension due to tuberculous meningitis: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Breitenbach

    2005-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Está bem estabelecido que a técnica anestésica de escolha para cesariana eletiva é a anestesia regional. Porém, em gestantes com hipertensão intracraniana e infecção do sistema nervoso central esta técnica deve ser evitada. O objetivo deste artigo é relatar o manejo anestésico de uma gestante, com hipertensão intracraniana secundária à meningite tuberculosa, que foi submetida à cesariana eletiva. RELATO DO CASO: Paciente branca, 32 anos, 60 kg, 1,62 m de estatura, na 36ªsemana de idade gestacional, agendada para interrupção cirúrgica da gestação por apresentar-se tetraparética, com hidrocefalia decorrente de meningite tuberculosa. Escolheu-se a anestesia geral para a cesariana com indução em seqüência rápida e manobra de Sellick para a intubação traqueal. As drogas utilizadas foram tiopental (250 mg, rocurônio (50 mg, fentanil (100 µg e lidocaína (60 mg por via venosa. A indução anestésica foi suave e mantida com isoflurano até o início do fechamento da pele da paciente, com mínimas alterações de seus sinais vitais e do recém-nascido, que recebeu índice de Apgar 8 e 9, no 1º e 5º minutos, respectivamente. A paciente despertou precocemente, sem deficits neurológicos adicionais. CONCLUSÕES: A anestesia geral ainda é a técnica anestésica preferida para cesariana em gestantes com hipertensão intracraniana, utilizando-se drogas de meia-vida curta e que tenham mínima interferência na pressão intracraniana e no recém-nascido.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Está bien establecido que la técnica anestésica de elección para cesárea electiva es la anestesia regional. Sin embargo, en gestantes con hipertensión intracraneal e infección del sistema nervioso central esta técnica debe ser evitada. El objetivo de este artículo es relatar el manejo anestésico de una gestante, con hipertensión intracraneal secundaria a la meningitis tísica, que fue sometida a la ces

  17. Alta prevalência de inadequação da ingestão dietética de cálcio e vitamina D em duas coortes de gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline de Barros Gomes

    Full Text Available Este estudo objetivou identificar a prevalência de inadequação da ingestão, por trimestre, de cálcio e vitamina D, em duas coortes de gestantes e fatores correlacionados a esta ingestão. Foram coletados dois recordatórios alimentares de 24 horas em cada trimestre, um relativo a final de semana. Variáveis com correlação significativa com a ingestão desses nutrientes foram incluídas em modelo de regressão linear multivariada, com ajuste por energia. A frequência de inadequação foi estimada pelo método do National Cancer Institute (Estados Unidos. Na coorte A, a inadequação da ingestão de vitamina D não diferiu entre os trimestres; na B, houve redução: 99,7% no 1º para 97,1% no 3º trimestre. Nas coortes A e B, a inadequação da ingestão de cálcio esteve acima de 70%, caindo discretamente do 1º (89,2% e 81,4% para o 2º (79,7 e 69,1% e 3º trimestres (82,7% e 72,6%. Não houve correlação entre as variáveis maternas e a ingestão desses micronutrientes. Conclui-se que há um quadro grave de inadequação da ingestão de vitamina D e cálcio, homogeneamente distribuído entre as gestantes assistidas na rede básica de saúde.

  18. Do parto institucionalizado ao parto domiciliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clara Fróes de Oliveira Sanfelice

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue describir la experiencia vivida por un grupo de enfermeras en Campinas, SP, Brasil, acerca del proceso de transición de la atención institucionalizada para el parto domiciliario, en el período de 2011 a 2013. Relato de experiencia, cuyas reflexiones, percepciones y problemas enfrentados en este proceso fueron recolectados mediante la técnica lluvia de ideas. Se utilizó el análisis de contenido propuesto por Bardin, que emergieron cuatro categorías temáticas: experiencia del hospital, convivir con la violencia obstétrica; de vuelta a casa y desafíos de la atención domiciliaria. En conclusión, atender el parto en el hogar tiene ofrecido mayor satisfacción a las enfermeras, a pesar de diversos obstáculos, ya que es posible prestar asistencia a las mujeres y los recién nacidos que abarca tanto el concepto de integralidad como recomendaciones científicas actuales.

  19. Prova de Trabalho de Parto Após uma Cesárea Anterior The Trial of Labor After one Cesarean Section

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iracema de Mattos Paranhos Calderon

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo: estudar a validade da prova de trabalho de parto (PTP em gestantes com uma cesárea anterior. Métodos: estudo retrospectivo, tipo coorte, incluindo 438 gestantes com uma cesárea anterior ao parto em estudo e seus 450 recém-nascidos (RN, divididas em dois grupos - com e sem PTP. O tamanho amostral mínimo foi de 121 gestantes/grupo. Considerou-se variável independente a PTP e as dependentes relacionaram-se à ocorrência de parto vaginal e à freqüência de complicações maternas e perinatais. Foram efetuadas análises uni e multivariada, respectivamente. A comparação entre as freqüências (% foi analisada pelo teste do qui-quadrado (chi² com significância de 5% e regressão logística com cálculo do odds ratio (OR e do intervalo de confiança a 95% (IC95%. Resultados: a PTP associou-se a 59,2% de partos vaginais. Foi menos indicada nas gestantes com mais de 40 anos (2,7% vs 6,5% e nas portadoras de doenças associadas e complicações da gravidez: síndromes hipertensivas (7,0% e hemorragias de 3º trimestre (0,3%. A PTP não se relacionou às complicações maternas e perinatais. As gestantes que tiveram o parto por cesárea, independente da PTP, apresentaram maior risco de complicações puerperais (OR = 3,53; IC95% = 1,57-7,93. A taxa de mortalidade perinatal foi dependente do peso do RN e das malformações fetais e não se relacionou à PTP. Ao contrário, as complicações respiratórias foram mais freqüentes nos RN de mães não testadas quanto à PTP (OR = 1,92; IC95% = 1,20-3,07. Conclusões: os resultados comprovaram que a PTP em gestantes com uma cesárea anterior é estratégia segura - favoreceu o parto vaginal em 59,2% dos casos e não interferiu com a morbimortalidade materna e perinatal. Portanto, é recurso que deve ser estimulado.Purpose: to study trial of labor (TOL for vaginal birth after one previous cesarean section. Methods: this is a retrospective cohort study that included 438 pregnant women with

  20. Mutações de resistência em gestantes infectadas pelo HIV: uma revisão da literatura = Resistance mutations in HIV-infected pregnant women: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pimenta, Ana Teresa Mancini

    2015-01-01

    Full Text Available Objetivo: O objetivo desta revisão foi buscar na literatura dados sobre a prevalência de mutações de resistência do HIV aos antirretrovirais em gestantes infectadas pelo vírus. Materiais e Métodos: A busca e seleção de artigos foi realizada nas bases de dados PubMed, Scielo e Biblioteca Virtual em Saúde sem delimitação de data. Os termos utilizados na busca foram: pregnancy, HIV e drug resistance. Resultados: Foram encontrados 47 estudos relacionados ao assunto, realizados em 26 países, publicados no período de 1998 a 2014. A prevalência de resistência transmitida variou de zero a 18% enquanto a resistência adquirida variou de zero a 50% em amostras coletadas entre 1989 e 2013. Conclusão: Generalizar os resultados é inviável devido às diferentes características dos estudos. No entanto, o monitoramento contínuo da resistência do HIV aos antirretrovirais em cada localidade é essencial

  1. Obesity and periodontal disease in diabetic pregnant women Obesidade e doença periodontal em gestantes diabéticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Chapper

    2005-06-01

    Full Text Available This cross-sectional study investigated the impact of pregestational overweight and obesity on periodontal status of patients with gestational diabetes mellitus (GDM. Sixty pregnant women with gestational diabetes mellitus (GDM were recruited for the study. According to the pregestational body mass index (BMI, patients were classified into 3 groups: normal, overweight or obese. The periodontal assessment parameters were the presence of gingival bleeding (GB and bleeding on probing (BOP per tooth. Clinical attachment loss (CAL was assessed per tooth and classified according to following values: 1 absence of attachment loss; 2 between 1 and 2 mm, 3 between 3 and 5 mm; and 4 CAL > 6 mm. The means of individual percentage of teeth with GB and BOP and the means of the individual classified values of CAL were compared through ANOVA. Differences between the groups were established through post hoc Bonferroni test for multiple comparisons (p O objetivo do presente estudo foi examinar o efeito da massa corporal prévia à gestação (IMC - índice de massa corpórea sobre o periodonto de pacientes com diabete mellitus gestacional (DMG. A amostra constituiu-se de 60 gestantes classificadas em 3 grupos segundo o IMC: normal, sobrepeso ou obeso. Os parâmetros de avaliação periodontal foram sangramento gengival (SG, sangramento à sondagem (SS e perda de inserção clínica periodontal (PI categorizada de acordo com os seguintes valores: 1 correspondente à ausência de perda de inserção; 2 PI entre 1 e 2 mm, 3 PI entre 3 e 5 mm; e 4 PI > 6 mm. Médias das porcentagens dos dentes com SG e SS e as médias dos valores categorizados, por dente, da perda de inserção foram comparadas por meio do teste ANOVA e as diferenças entre os grupos foram estabelecidas por meio do teste post hoc de Bonferroni para comparações múltiplas (p < 0,05. Diferenças estatisticamente significantes foram identificadas entre o grupo normal e obeso com relação às m

  2. Patterns of deliveries in a Brazilian birth cohort: almost universal cesarean sections for the better-off Padrones de partos en una cohorte de nacimientos: cesáreas casi universales para los riesgos Padrões dos partos em uma coorte de nascimentos: cesarianas quase universais para os ricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aluísio J D Barros

    2011-08-01

    fueron entrevistadas aún en el hospital, cuando informaciones detalladas de la gestación, el parto y el recién nacido, junto con una historia de salud materna y características de la familia fueron colectadas. Características maternas y el financiamiento del parto fueron los principales factores estudiados. También se hizo descripción de la distribución de las cesáreas por hora del día y día de la semana. Técnicas de padrón de análisis descriptivo y pruebas chi-cuadrado para comparar proporciones y regresión Poisson para explorar el efecto independiente de predictores de la cesárea fueron los métodos utilizados. RESULTADOS: La tasa global de cesáreas fue de 45%, 36% entre pacientes del servicio público y 81% en el servicio privado, donde se relató que 35% de las cesáreas fueron electivas. Las cesáreas fueron más frecuentes martes y miércoles, con una reducción de cerca de un tercio los domingos, mientras que los partos normales presentaron distribución uniforme a lo largo de la semana. El horario de las cesáreas en el servicio público y en el privado fue muy diferente. La escolaridad materna se asoció positivamente con la cesárea entre las madres del servicio público, pero no del privado. CONCLUSIONES: La cesárea fue muy frecuente entre las madres más ricas, y fuertemente asociada con la escolaridad materna entre pacientes del servicio público. Los padrones descritos son compatibles con la hipótesis de que las cesáreas son hechas, en gran parte, para atender la conveniencia de las agendas de los médicos. La situación actual sólo será revertida con políticas radicales.OBJETIVO: Descrever o padrão dos partos em uma coorte de nascimentos, comparando partos normais e cesarianos. MÉTODOS: Todos os recém-nascidos de moradoras da área urbana de Pelotas (RS em 2004 foram recrutados para uma coorte de nascimentos. As mães foram entrevistadas ainda no hospital, quando informações detalhadas sobre a gestação, o parto e o rec

  3. Licença-maternidade e estabilidade da gestante para homens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Assis Moreira Silva Júnior

    2014-04-01

    Full Text Available RESUMO Neste artigo são tratados casos em que o modelo de proteção exige alterações pontuais em relação aos personagens, garantindo-se o direito à estabilidade-gestante e à licença-maternidade não apenas à mulher, mas também ao homem, em alguns casos excepcionais que abordamos, quais sejam, viúvo cujo falecimento da esposa tenha se dado por complicações decorrentes do parto, genitor solteiro, casal homoafetivo e genitor ou futuro genitor que seja o único provedor da renda familiar. Há necessidade de compatibilização entre as matérias normativas de diferentes disciplinas, com alterações legislativas que aumentem o manto protetor, com especial atenção para a entidade familiar, que goza de especial proteção do Estado. Mas isso não impede o gozo de tais direitos para os casos excepcionais mencionados, tendo em vista a interpretação sistemática do texto constitucional.   ABSTRACT This article deals with cases where the protection model requires specific changes in relation to the characters, ensuring the right to pregnancy stability and maternity leave, not only to women but also to men, in some exceptional cases that we discussed about, as a widower whose wife’s death has been given from complications through childbirth, single parent, homosexual couple and future parent who is the unique provider of the family income. There is need for compatibility between the normative subjects from different disciplines, with legislative changes that increase the protective mantle, with special attention to the family entity, which enjoys special protection by the State. But this does not prevent the enjoyment of such rights to the exceptional cases mentioned, in view of the systematic interpretation of the constitutional text.

  4. Práticas assistenciais em reanimação do recém-nascido no contexto de um centro de parto normal Prácticas asistenciales en reanimación neonatal en el contexto de un centro de parto normal Care practices on the resuscitation of newborns in the context of a delivery center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Fernandes

    2005-12-01

    Full Text Available Aproximadamente 10 a 15% dos recém-nascidos (RNs apresentam dificuldades de adaptação ao nascimento, o que requer habilidade e prontidão dos profis-sionais para intervir nessas situações. Este estudo observacional, transversal objetivou descrever as práticas assistenciais empregadas em reanimação neo-natal em um Centro de Parto Normal de um hospital público de São Paulo. Observou-se 100 atendimentos prestados pela equipe profissional e os dados foram registrados em um instrumento checklist. A presença de líquido meconial foi constatada em 24 (24,0% partos e a aspiração das vias respiratórias foi realizada em 47 (47,0% RNs. Desse total, 3 (6,4% tiveram a traquéia aspirada e 26 (26,0% RNs receberam oxigenação, sendo que 5 (19,2% com máscara aberta e pressão positiva. Massagem cardíaca foi realizada em 1 (1,0% RN. Após a reanimação neonatal inicial, 6 (6,0%RNs foram transferidos à UTI neonatal devido desconforto respiratório.Aproximadamente entre 10 a 15% de los recién nacidos (RNs presentan dificultades de adaptación al nacer. Así, el momento del nacimiento requiere habilidad y prontitud de los profesionales para intervenir de modo adecuado. Este estudio observacional, transversal realizado en un hospital público de São Paulo, tuvo como objetivo describir las prácticas asistenciales en reanimación neonatal en un centro de parto normal. Se observaron 100 atenciones al nacimiento prestados por el equipo profesional cuyos datos fueron registrados en un instrumento checklist. Se verificó presencia de líquido meconial en 24(24.0% de las atenciones. Las vías respiratorias de 47(47.0% RNs fueron aspiradas. De ese total, 3(6.4% tuvieron aspiración de tráquea. 26(26.0% RNs fueron oxigenados, 5(19.2% recibieron, además de la máscara abierta, ventilación por presión positiva. El masaje cardiaco fue empleado en 1(1.0% RN. Después de la reanimación neonatal 6(6.0% RNs fueron transferidos a la26(26.0% RNs UCI

  5. Educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal em gestantes

    OpenAIRE

    Reis,Deise Moreira; Pitta,Daniela Rocha; Ferreira,Helena Maria Barbosa; Jesus,Maria Cristina Pinto de; Moraes,Mari Eli Leonelli de; Soares,Milton Gonçalves

    2010-01-01

    O objetivo desta revisão da literatura é discutir a importância da educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal no período gestacional. Foram estudadas as manifestações bucais mais comuns na gestação, concluindo-se que, embora a gestação por si só não seja responsável por tais manifestações como, por exemplo, a cárie dentária e a doença periodontal, faz-se necessário o acompanhamento odontológico no pré-natal, considerando-se que as alterações hormonais da gravidez poderão agr...

  6. Avaliação da Vitalidade Fetal em Gestantes Diabéticas: Análise dos Resultados Neonatais Fetal Surveillance in Pregnancies Complicated by Diabetes: Analysis of Neonatal Outcome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto

    2000-10-01

    Full Text Available Objetivos: estudar os testes de avaliação da vitalidade fetal em gestantes diabéticas e relacionar com os resultados neonatais. Métodos: estudamos 387 gestantes diabéticas atendidas no Setor de Vitalidade Fetal. O último exame (cardiotocografia, perfil biofísico fetal, índice de líquido amniótico e dopplervelocimetria foi relacionado com os resultados neonatais. Resultados: a população foi de 46 gestantes diabéticas tipo I (12%, 45 tipo II (12% e 296 gestacionais (76%. Entre as do tipo I, a cardiotocografia suspeita ou alterada correlacionou-se com Apgar de 1º minuto alterado (50 e 75%; pPurpose: to study the fetal well-being assessment in pregnancies complicated by diabetes, and to analyze the neonatal results. Methods: we studied 387 pregnant women with diabetes at the Fetal Surveillance Unit. The last examination (cardiotocography, fetal biophysical profile, amniotic fluid index and dopplervelocimetry was correlated with the neonatal outcome. Results: the studied population included 46 (12% type I diabetes, 45 (12% type II and 296 (76% gestational diabetes. Type I diabetes with abnormal or suspected cardiotocography was related to abnormal 1st minute Apgar (50 and 75%, p<0.05 and to the need for neonatal intensive care unit (50 and 75%, p<0.05. The abnormal biophysical profile in type II diabetic pregnancy was related to the need for neonatal intensive care (67%, p<0.05, and abnormal umbilical artery Doppler study was related to abnormal 1st minute Apgar (67%, p<0.05. Gestational diabetes with abnormal cardiotocography presented 36% abnormal 1st minute Apgar (p<0.05, 18% abnormal 5th minute Apgar (p<0.01 and 18% neonatal death (p<0.01. Abnormal amniotic fluid index was related to abnormal 5th minute Apgar (p<0.05 and need for neonatal intensive care unit (p<0.05. Gestational diabetes with abnormal umbilical artery Doppler was related (p<0.05 to: abnormal 1st and 5th minute Apgar, respectively, 25 and 8%, Need for neonatal

  7. Accuracy of simple urine tests for diagnosis of urinary tract infections in low-risk pregnant women La exactitud del examen de orina simple para diagnosticar infecciones del tracto urinario en gestantes de bajo riesgo Acurácia do exame de urina simples para diagnóstico de infecções do trato urinário em gestantes de baixo risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Cristina Alves Feitosa

    2009-08-01

    ón de urocultura para el diagnóstico.Alterações anatômicas e fisiológicas da gravidez predispõem gestantes a infecções do trato urinário (ITU. O objetivo deste estudo foi identificar a acurácia do exame de urina simples para diagnóstico de ITU em gestantes de baixo risco. Fez-se uso do estudo de desempenho de teste diagnóstico realizado em Botucatu, SP, com 230 gestantes, entre 2006 e 2008. Os resultados mostram que a prevalência de ITU foi de 10%. A sensibilidade foi 95,6%, especificidade 63,3% e acurácia 66,5% do exame de urina simples, em relação ao diagnóstico de ITU. A análise dos valores preditivos positivo e negativo (VPP e VPN mostrou que, na vigência de exame de urina simples normal, a chance de haver ITU foi pequena (VPN 99,2%. Frente ao resultado alterado desse exame, a probabilidade de haver ITU foi baixa (VPP 22,4%. Conclui-se que a acurácia do exame de urina simples como meio diagnóstico de ITU foi baixa, sendo indispensável a realização de urocultura para o diagnóstico.

  8. Baixa autoestima situacional em gestantes: uma análise de acurácia Baja autoestima situacional en gestantes: un análisis de acurácia Situational low self-esteem in pregnant women: an analysis of accuracy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce Carolle Bezerra Cavalcante

    2012-12-01

    Full Text Available Para investigar a acurácia de características definidoras do diagnóstico Baixa autoestima situacional, realizou-se um estudo transversal, com 52 gestantes atendidas num centro de atendimento familiar. Utilizou-se a taxonomia da NANDA-I e a escala de Rosenberg. O diagnóstico esteve presente em 32,7% das gestantes e todas as características apresentaram associação estatística com o diagnóstico, exceto "Relata verbalmente desafio situacional ao seu próprio valor". As características com maior sensibilidade foram "Comportamento indeciso" e "Expressões de desamparo" (82,35%. Já as características "Expressões de sentimento de inutilidade" e "Relata verbalmente desafio situacional atual ao seu próprio valor" apresentaram maior especificidade (94,29%. Tais resultados podem contribuir com a prática de enfermagem, pois a identificação de características acuradas é fundamental para uma inferência segura.Para investigar la acurácia de características definidoras del diagnostico Baja autoestima situacional, desarrollamos un estudio transversal, con 52 gestantes atendidas en un centro familiar. La taxonomía NANDA-I y la escala de Rosenberg fueron utilizadas. El diagnostico estaba presente en 32.7% de las mujeres y todas las características fueron estadísticamente significativas, a menos que "Informa verbalmente desafío situacional a su valor propio". Las características "Comportamiento incierto" y "Expresiones de abandono" tuvieron 82.35% de sensibilidad. Las características "Expresiones de sentimientos de inutilidad" y "Informa verbalmente desafío situacional a su valor propio" fueron las más específicas, con 94.29% de especificidad. Estos resultados pueden contribuir con la práctica de enfermería porque la identificación de características acuradas es esencial para una inferencia diagnostica segura.To investigate the accuracy of defining characteristics of Situational low self-esteem we developed a cross-sectional study

  9. Risco nutricional entre gestantes adolescentes Riesgo nutricional entre gestantes adolescentes Nutritional risks among pregnant teenagers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glayriann Oliveira Belarmino

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar o acometimento de risco nutricional em gestantes adolescentes; averiguar hábitos alimentares; e verificar percepções destes quanto à importância de nutrição adequada na gravidez. MÉTODOS: Estudo de campo realizado no Centro de Desenvolvimento Familiar, em Fortaleza-CE, com 40 gestantes adolescentes. A avaliação nutricional foi efetuada com o auxílio do "Gráfico de acompanhamento nutricional da gestante" e os hábitos alimentares foram conferidos pela "Técnica de alimentação diária habitual". RESULTADOS: Vinte (50% adolescentes apresentaram peso adequado, 11(27,5% baixo peso e 9 (22,5% sobrepeso. Prevaleceram massas, carnes, gorduras, doces e baixo consumo de frutas e verduras; 33 (82,5% tinham a percepção de que a alimentação deve ser "diferente" na gravidez e 28 (70% afirmaram ter feito mudanças nos hábitos alimentares no pré-natal. CONCLUSÃO: O acometimento de risco nutricional entre adolescentes gestantes se revelou em situações de sobrepeso, baixo peso, dietas pouco diversificadas e desinformação.OBJETIVOS: Identificar el riesgo nutricional en gestantes adolescentes; averiguar hábitos alimenticios; y verificar percepciones de éstos en cuanto a la importancia de una nutrición adecuada en el embarazo. MÉTODO: Se trata de un estudio de campo realizado en el Centro de Desarrollo Familiar, en Fortaleza-CE, con 40 gestantes adolescentes. La evaluación nutricional se llevó a cabo con el auxilio del "Gráfico de acompañamiento nutricional de la gestante" y los hábitos alimenticios fueron conferidos por la "Técnica de alimentación diaria habitual". RESULTADOS: Veinte (50% adolescentes presentaron peso adecuado, 11(27,5% bajo peso y 9 (22,5% sobre peso. Prevalecieron pastas, carnes, grasas, dulces y bajo consumo de frutas y verduras; 33 (82,5% tenían la percepción de que la alimentación debe ser "diferente" durante el embarazo y 28 (70% afirmaron haber realizado cambios en los h

  10. Força dos músculos do assoalho pélvico e função sexual em gestantes Strength of pelvic floor muscles and sexual function during pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseli Franceschet

    2009-10-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: O bem-estar sexual depende de músculos do assoalho pélvico (MAP fortes o suficiente para manter a sua função. Durante a gestação, tanto a função sexual como a força dos MAP podem modificar-se. OBJETIVOS: Comparar o grau de força dos MAP e a função sexual em gestantes do segundo e terceiro trimestres. MÉTODOS: Pesquisa descritiva causal comparativa realizada com 37 gestantes de Florianópolis (18 do segundo e 19 do terceiro trimestre, com média de idade de 25,22 anos (±5,7 anos. Os instrumentos utilizados foram o Questionário Female Sexual Function Index (FSFI e o Teste Manual da Musculatura do Assoalho Pélvico, utilizando a escala de Oxford modificada para graduação da força. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial (teste t independente, teste U de Mann Whitney, correlação de Spearman, nível de significância de 0,05. RESULTADOS: Não houve diferença significativa entre a média dos valores dos postos do grau de contração dos MAP de gestantes do segundo e do terceiro trimestre (U=150,5; p=0,512. Todavia, a função sexual das gestantes do segundo trimestre de gestação foi melhor que as do terceiro (U=104; p=0,042, e o grau de contração dos MAP apresentou correlações estatisticamente significativas com a idade (ρ=0,320, p=0,041 e com o escore do FSFI (ρ=0,540, pBACKGROUND: Sexual well-being depends on pelvic floor muscles (PFMs that are strong enough to maintain their function. During pregnancy, both the sexual function and the strength of the PFMs may be altered. OBJECTIVES: to compare the degree of PFM strength and the sexual function of pregnant women in the second and the third trimesters. METHODS: a descriptive, causal-comparative study was carried out with 37 pregnant women in Florianópolis (18 in the second trimester and 19 in the third trimester with a mean age of 25.22 years (±5.7 years. The instruments used were the Female Sexual Function Index

  11. Oral health conditions among pregnant women attended to at a health care center in Manaus, Amazonas, Brazil = Condições de saúde bucal de gestantes atendidas em uma unidade de saúde em Manaus, Amazonas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bressane, Larissa Borges

    2011-01-01

    Conclusões: Diante dos resultados obtidos, pôde-se constatar que as condições de saúde na população de gestantes estudadas foram desfavoráveis; entretanto, a maioria a considerou regular ou boa

  12. Biofeedback and the electromyographic activity of pelvic floor muscles in pregnant women Biofeedback na atividade eletromiográfica dos músculos do assoalho pélvico em gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta L. A. Batista

    2011-10-01

    álise exploratória dos resultados de três sessões de biofeedback na atividade eletromiográfica em mulheres gestantes. MÉTODOS: Este estudo incluiu 19 gestantes nulíparas com gravidez de baixo risco. Foram realizadas três sessões de biofeedback eletromiográfico compostas por contrações lentas e rápidas, utilizando-se como método de avaliação dos resultados as médias das amplitudes normalizadas da eletromiografia (EMG de superfície. Para a análise estatística, utilizou-se o modelo de regressão linear com efeitos mistos, sendo que os dados da EMG foram normalizados pela contração voluntária máxima (CVM. RESULTADOS: Após as sessões de biofeedback, constatou-se um aumento crescente na amplitude eletromiográfica a cada contração realizada e a cada sessão, entretanto essa diferença só foi estatisticamente significante para a comparação entre a primeira contração tônica de cada sessão (p=0.03. CONCLUSÕES: Os resultados obtidos indicam que três sessões de treinamento com biofeedback melhoraram a atividade eletromiográfica dos MAPs em gestantes de baixo risco no segundo trimestre. A efetividade do protocolo necessita ser futuramente investigada em estudo randomizado controlado.

  13. Estado nutricional y ganancia de peso en gestantes peruanas, 2009-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Tarqui-Mamani

    2014-04-01

    Full Text Available Introducción: El estado nutricional materno pregestacional y la ganancia de peso durante el embarazo influyen en las condiciones maternas y perinatales e incrementan el riesgo de peso bajo al nacer, parto prematuro y la mortalidad materna perinatal. Objetivos: Describir el estado nutricional y la ganancia de peso de las gestantes que residen en los hogares peruanos. Diseño: Estudio observacional y transversal. Lugar: Instituto Nacional de Salud, Lima, Perú. Participantes: Gestantes que residen en los hogares peruanos. Intervenciones: La muestra fue probabilística, estratificada, multietápica e independiente en cada departamento del Perú, durante los años 2009 y 2010. De la muestra de 22 640 viviendas se incluyó 552 gestantes que aceptaron participar y se excluyó a las gestantes con discapacidad física que impidiera realizar la antropometría. Las mediciones antropométricas se hicieron según metodología internacional, el estado nutricional se obtuvo mediante el IMC pregestacional y la ganancia de peso se calculó según el Instituto de Medicina de los EE UU. Principales medidas de resultados: Estado nutricional y ganancia de peso de la gestante. Resultados: Se encontró que 1,4% de las gestantes iniciaron el embarazo con peso bajo, 34,9% con peso normal, 47% con sobrepeso y 16,8% con obesidad. Durante el embarazo, 59,1% de las gestantes tuvieron ganancia de peso insuficiente, 20% adecuada y 20,9% excesiva; independiente al IMC pregestacional. La mayoría de las gestantes con sobrepeso y obesidad vivían en la zona urbana y no fueron pobres. Conclusiones: Más de la mitad de las gestantes que residen en los hogares peruanos iniciaron el embarazo con exceso de peso (sobrepeso u obesidad y la mayoría de las gestantes tuvo insuficiente ganancia de peso durante el embarazo.

  14. Imagem corporal de gestantes: um estudo longitudinal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Fernandes Filgueiras Meireles

    Full Text Available RESUMO Objetivos Comparar atitudes corporais, atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima, ansiedade e índice de massa corporal (IMC de gestantes em diferentes momentos ao longo da gestação, bem como verificar a influência que as variáveis estudadas exercem sobre as atitudes corporais no primeiro, segundo e terceiro trimestre gestacional. Métodos Foram incluídas 17 gestantes que frequentavam o exame pré-natal na cidade de Juiz de Fora-MG, entre 22 e 41 anos de idade (média de 30,76 ± 5,65 anos, excluindo-se aquelas com dados incompletos. Como instrumentos de avaliação utilizaram-se: Body Attitudes Questionnaire, Eating Attitudes Test-26, Beck Depression Inventory, Rosenberg Self-esteem Scale, a versão curta do Brazilian State-Trait Anxiety Inventory e o questionário sociodemográfico. Ademais, foram coletados dados antropométricos e obstétricos. Foram realizadas análises estatísticas descritivas, comparativas e correlacionais. Resultados O IMC, as atitudes corporais negativas e a subescala “sentimento de gordura” aumentaram progressivamente ao longo da gestação (p 0,05. Além disso, o IMC explicou 31% da variância das atitudes direcionadas ao corpo no primeiro trimestre, enquanto as atitudes alimentares foram responsáveis por 30% e 46% das atitudes corporais no segundo e terceiro trimestre, respectivamente. Conclusões As atitudes corporais, as atitudes alimentares, os sintomas depressivos, a autoestima e a ansiedade mantiveram-se constantes ao longo da gestação. O IMC e as atitudes alimentares influenciaram a imagem corporal em gestantes. Sugere-se a criação de instrumentos específicos a fim de um melhor entendimento das preocupações relacionadas ao corpo de gestantes.

  15. Use and cost of medication in low risk pregnant women Uso y costo de medicamentos para mujeres embarazadas de bajo riesgo Utilização e custo de medicamentos em gestantes de baixo-risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sayuri Tanaka Maeda

    2008-04-01

    ía C. Los costos más elevados estuvieron relacionados a los antimicrobianos para el tratamiento de infecciones.O estudo teve como objetivos: verificar a utilização de medicamentos por gestantes; classificá-los quanto ao grupo terapêutico e sua categoria de risco; identificar os custos desses fármacos. A amostra constituiu-se de 47 gestantes, na faixa etária de 20 a 29 anos, no período de julho de 2001 a junho de 2003, no município de São Paulo. Utilizou-se instrumento específico para coleta de dados em prontuários de famílias e outros do Sistema de Informação da Atenção Básica. A média de medicamentos consumidos foi de 3,63 por gestante. O sulfato ferroso foi o mais utilizado seguido de antibióticos (78,7%. Quanto à categoria de risco, 34,1% dos medicamentos pertenciam à categoria B e 16,5% à categoria C. Na apuração de custos totais de atendimento, o gasto com medicamentos representou 11,13%. Vislumbrou-se a necessidade de aprofundamento da análise dos critérios para uso, especialmente dos medicamentos da categoria C. Os custos mais elevados estiveram relacionados aos antimicrobianos para o tratamento de infecções.

  16. Baixa dose de misoprostol sublingual (12,5 µg para indução do parto Low dose of sublingual misoprostol (12.5 µg for labor induction

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Sofia de Moraes Barros Gattás

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os resultados maternos e perinatais utilizando 12,5 µg de misoprostol sublingual para indução do parto em gestantes com feto vivo a termo. MÉTODOS: Realizou-se um estudo multicêntrico, tipo ensaio clínico, aberto e não randomizado, no período de julho a dezembro de 2009. Foram incluídas 30 gestantes com indicação de indução do parto, a termo, feto vivo, escore de Bishop menor ou igual a seis, apresentação cefálica, peso fetal estimado menor que 4.000 g e índice de líquido amniótico maior que cinco. Foram excluídas mulheres com cicatriz uterina, alteração da vitalidade fetal, anomalias congênitas, gestação múltipla, restrição de crescimento intrauterino, hemorragia genital e contraindicações ao parto vaginal. O comprimido de misoprostol sublingual 12,5 µg foi administrado a cada seis horas, até o início do trabalho de parto, máximo de oito doses. RESULTADOS: O trabalho de parto foi induzido satisfatoriamente em 90% das gestantes. As médias dos intervalos entre a primeira dose e o início das contrações uterinas e o parto foram de 14,3±11,7 horas e 25,4±13 horas, respectivamente. A frequência de parto vaginal foi de 60%. A taquissistolia ocorreu em duas gestantes, sendo revertida em ambos os casos sem necessitar de cesariana. A eliminação de mecônio foi observada em quatro pacientes e o escore de Apgar foi menor que sete no quinto minuto em um recém-nascido. CONCLUSÃO: Os desfechos maternos e perinatais foram favoráveis depois da indução do parto com misoprostol sublingual na dose de 12,5 µg a cada seis horas. No entanto, são necessários ensaios clínicos controlados comparando esse esquema posológico com outras doses e vias de administraçãoPURPOSE: To describe the maternal and perinatal outcomes after the use of 12.5 µg of sublingual misoprostol for labor induction in women with term pregnancy and a live fetus. METHODS: We conducted a multicenter, open and non

  17. Avaliação do perfil de risco de cárie dentária em gestantes de Araraquara, Brasil Evaluación de factores de riesgo de padecer caries dental en gestantes de Araraquara, Brasil Evaluation of risk factors suffering dental caries in pregnants from Araraquara, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Carolina De Aguiar

    2011-12-01

    Full Text Available O conhecimento do risco de cárie na gravidez é essencial para um correto plano de tratamento com ações educativas e preventivas às mães para que possam cuidar adequadamente de sua saúde bucal e de seus filhos. Este estudo retrospectivo teve como objetivo identificar o risco de cárie de gestantes (15-44 anos; média= 25 anos que frequentaram a clínica de odontologia preventiva da Faculdade de Odontologia de Araraquara, Universidade Estadual Paulista de 1999 a 2007. Um total de 166 prontuários, preenchidos por alunos do 3º ano do Curso de Graduação, seguindo orientações pré-estabelecidas, foram utilizados. Coletou-se informação sobre: classificação do diagnóstico de risco de cárie, trimestre gestacional, consumo de carboidratos (entre ou durante as refeições, placa corada (registro de controle de placa de O'Leary, número e grupo de dentes com experiência de cárie. Para análise estatística foram utilizados o teste de qui-quadrado e ANOVA. A maioria das gestantes (92,1 % apresentou 25 % ou mais das superfícies dentárias com placa dental. A média (desvio-padrão de dentes obturados e cariados foi 7,9 (5,1 e 4,0 (3,4, respectiva emente. Os dentes posteriores foram os mais acometidos por cárie/restaurações. Quanto ao diagnóstico de risco à cárie, a classificação alta foi observada em 38,5 % das gestantes, moderada em 47,6 % e baixa em 13,9 %. Houve associação estatisticamente significativa (p= 0,001 entre o consumo de carboidratos e o diagnóstico de risco de cárie. O índice de placa foi semelhante nos diferentes trimestres gestacionais (f= 0,223; p= 0,803. Portanto pode-se concluir que o risco de cárie da grande maioria das gestantes foi alto ou moderado e esteve estatisticamente associado ao consumo de carboidratos.El conocimiento del riesgo de padecer de caries dental durante el periodo de embarazo es esencial para un correcto plan de tratamiento con las acciones educativas y preventivas necesarias para

  18. Diagnósticos de Enfermagem identificados em gestantes durante o pré-natal Diagnósticos de Enfermería identificados en embarazos durante el prenatal Nursing Diagnoses identified in pregnant patients under prenatal care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Valéria Martins Pereira

    2005-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa descritiva objetivou analisar o perfil de Diagnósticos de Enfermagem identificados em gestantes de baixo-risco. Participaram onze gestantes atendidas no pré-natal de uma maternidade segura no estado de Goiás. Os dados foram classificados segundo a taxonomia II da North American Nursing Diagnosis Association (NANDA e analisados à luz de referenciais da obstetrícia. Foram identificados 25 diferentes Diagnósticos de Enfermagem. Todas as gestantes apresentaram: Conhecimento deficiente (diferentes graus e assuntos, Padrão de sono perturbado, Intolerância à atividade percebida, Déficit do autocuidado (banho e higiene, Incontinência urinária por pressão e alguns diagnósticos de risco. Identificar Diagnóstico de Enfermagem da NANDA permite a determinação do grau de risco gestacional, detecção precoce de complicações e individualização da assistência de enfermagem.Este estudio descriptivo pretende analizar el perfil de Diagnósticos de Enfermería identificados en embarazos de bajo riesgo. Participaron once embarazadas atendidas en el prenatal de una maternidad confiable en el estado de Goiás. Los datos fueron clasificados según la taxonomía II de la North American Nursing Diagnosis Association (NANDA/Asociación Norteamericana de Diagnósticos de Enfermería y analizados bajo los referenciales de la obstetricia. Fueron identificados 25 diferentes Diagnósticos de Enfermería. Todas las embarazadas presentaron: Conocimiento insuficiente (diferentes grados y asuntos, Patrón de sueño alterado, Intolerancia a la actividad percibida, falta de auto-higiene (baño e higiene personal, Incontinencia urinaria por presión y algunos diagnósticos de riesgo. Identificar Diagnóstico de Enfermería de NANDA permite la determinación del grado de riego, detección precoz de complicaciones e individualización de la asistencia de enfermería.This descriptive research aimed to analyze the Nursing Diagnoses identified in low

  19. Streptococcus agalactiae em gestantes: prevalência de colonização e avaliação da suscetibilidade aos antimicrobianos Streptococcus agalactiae in pregnant women: prevalence of colonization and antimicrobial susceptibility evaluation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irina Lermontov Borger

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a ocorrência de colonização por Streptococcus agalactiae em gestantes e avaliar a suscetibilidade das amostras isoladas aos antimicrobianos. MÉTODOS: foram avaliadas 167 grávidas entre a 32ª e a 41ª semana de gestação, independente da presença ou não de fatores de risco, atendidas no ambulatório de pré-natal entre fevereiro de 2003 e fevereiro de 2004. O material vaginal/anal, colhido com um único swab, foi inoculado em caldo Todd-Hewitt acrescido de ácido nalidíxico (15 µg/mL e gentamicina (8 µg/mL, com posterior subcultura no meio de ágar sangue. A identificação foi feita por meio da avaliação da morfologia e tipo de hemólise das colônias no meio de ágar sangue, teste da catalase, teste de cAMP e testes sorológicos. A avaliação da suscetibilidade aos antimicrobianos foi realizada pelos testes de difusão e de diluição em ágar. A análise estatística foi realizada por meio do teste de chi2; valores de p0,05. Todas as 32 amostras isoladas foram sensíveis a penicilina, cefotaxima, ofloxacina, cloranfenicol, vancomicina e meropenem. A resistência a eritromicina e clindamicina foi detectada em 9,4 e 6,2% das amostras, respectivamente. CONCLUSÕES: a incidência relativamente elevada (19,2% de colonização por S. agalactiae entre as gestantes avaliadas e o isolamento de amostras resistentes, especialmente aos antimicrobianos recomendados nos casos de alergia à penicilina, enfatizam a importância de detectar esta colonização no final da gravidez, associada à avaliação da suscetibilidade aos antimicrobianos, para uma prevenção eficaz da infecção neonatal.PURPOSE: to verify the occurrence of colonization by Streptococcus agalactiae in pregnant women attended at the prenatal outpatient clinic of the Teaching Maternity Hospital of Rio de Janeiro University (UFRJ and to evaluate the susceptibility of the isolates to antimicrobial agents. METHODS: a total of 167 pregnant women between the

  20. Exame simples de urina no diagnóstico de infecção urinária em gestantes de alto risco Urine test to diagnose urinary tract infection in highh-risk pregant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucia Virgínia de Queiroz Lins Guerra

    2012-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a acurácia do exame simples de urina para diagnóstico de infecção urinária em gestantes de alto risco. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal, prospectivo, em 164 gestantes admitidas na enfermaria de alto risco do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP, no período de janeiro a junho de 2011. Foram excluídas as pacientes em uso de antibiótico nos últimos dez dias. Todas as pacientes foram submetidas aos exames de urina simples e urocultura no início de sua admissão. A concordância entre os resultados dos exames foi avaliada pelo índice Kappa (K, sendo, ainda, determinados a acurácia, sensibilidade, especificidade e valor preditivo positivo (VPP e negativo (VPN. RESULTADOS: Utilizando como critério de diagnóstico apenas a presença de piócitos no exame simples de urina para sugerir bacteriúria, observou-se uma fraca concordância quando comparado à urocultura (K=0,16. A acurácia foi de 61%, com sensibilidade de 62,5% e especificidade de 60,6%. O VPP foi de 27,78% e o VPN, de 87%. CONCLUSÃO: Na presença de alteração do exame simples de urina não necessariamente está em curso uma infecção urinária, sendo necessária a realização da urocultura. Porém, quando o exame simples de urina for normal, a urocultura pode ser dispensada.PURPOSE: To identify the accuracy of urinalysis in the diagnosis of urinary tract infection in pregnant women at high risk. METHODS: a prospective, cross-sectional study was conducted on 164 pregnant women admitted to the high-risk the ward of the Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP during the period from January to June 2011. Patients who had been taking antibiotics in the last ten days were excluded. All patients were subjected to simple urine tests and urine culture at the beginning of their admission. The agreement between the results of the examinations was evaluated by Kappa indices (K, and accuracy, sensitivity

  1. Ingestão dietética de folato em gestantes do município do Rio de Janeiro Dietary intake of folate by pregnant women of the Municipality of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helaine Thomaz de Lima

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a ingestão de folato em 201 gestantes de baixo risco, atendidas no ambulatório do Serviço de Atendimento ao Pré-Natal do Hospital Municipal Miguel Couto, Rio de Janeiro. MÉTODOS: para avaliação dietética adotou-se o método de inquérito dietético "Freqüência de Consumo Semi-Quantitativo". Considerou-se como ingestão dietética adequada um consumo maior ou igual a 600µg/dia. Adicionalmente foram obtidas variáveis maternas através de entrevista e consulta aos prontuários. RESULTADOS: a prevalência de consumo dietético inadequado de folato foi de 63,7%. Observou-se que esta ocorreu independentemente das variáveis maternas: idade materna, cor, condições de saneamento da moradia, idade gestacional, intervalo interpartal, paridade e do estado nutricional pré-gestacional. Por outro lado, o consumo de folato mostrou-se dependente do grau de escolaridade materna e do uso de suplemento. As mulheres de menor grau de escolaridade apresentaram 2,5 vezes mais chance de consumo inadequado de folato (OR = 2,49 e as que não relataram o uso de suplemento apresentaram 16,3 vezes mais chance de inadequação dietética de folato (OR = 16,30. CONCLUSÕES: tais achados ressaltam a importância da atuação dos profissionais de saúde na investigação do estado nutricional de folato em mulheres em idade reprodutiva e em gestantes, por ocasião do acompanhamento pré-natal, pois a carência nutricional nessa fase do ciclo biológico pode estar associada com o resultado obstétrico indesejável.OBJECTIVES: to assess the folate ingestion by 201 low-risk pregnant women attended at Prenatal Service in Miguel Couto Municipal Hospital, in Rio de Janeiro. METHODS: for the dietary assessment, a survey of semi-quantitative intake frequency has been used. It was considered as adequate dietary ingestion an amount of 600µg/day or above. Additionally, maternal variables were identified by interviews and checking their medical files

  2. Soroepidemiologia para o virus da hepatite B (VHB em gestantes/parturientes e sua transmissão para recém-nascidos em Goiânia, GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Divina das Dores P. Cardoso

    1996-08-01

    Full Text Available Foram coletadas, entre março de 1990 e julho de 1992, 1459 amostras sanguíneas de mulheres gestantes/parturientes na cidade de Goiânia-GO, objetivando detecção da infecção pelo vírus da hepatite B (VHB, através dos marcadores sorológicos AgHBs e anti-HBs. O percentual depositividade encontrado, pelo teste imunoenzimãtico, foi de 7,5%, sendo 0,5%para AgHBs e 7,0%para anti-HBs. A análise efetuada, considerando a faixa etária, mostra que 7 de 8 mulheres AgHBs-positivas pertenciam à faixa etária de até 30 anos, situação semelhante em relação ao anti-HBs(83/101. Das 8 mulheres positivas, 4 tiveram seus recém-nascidos submetidos a tratamento profilático com vacina (Engerix B e imunoglobulina humana anti-hepatite B (HBIG. Além disso, 3 dessas crianças foram analisadas sorologicamente, sendo que uma era AgHBs-positiva ao nascimento. Doença sexualmente transmissível e transfusão sanguínea foram fatores de risco que coirelacionaram significantemente com a infecção. Esses resultados parece-nos reforçar a indicação de triagem à infecção pelo vírus da hepatite B no período pré-natal, assim como a adoção de medidas imunoprofiláticas nas crianças nascidas de mães positivas.In order to detect hepatitis B vírus (HBV, 1459 serum samples from pregnant/parturient women were collected at two public hospitals in Goiânia, GO. These samples were tested by enzyme linked immunosorbent assay forHBsAg and anti-HBs. 109 (7.5% serum samples were positive. Eight (0.5% sera were positive for HBsAg and 101 (7.0% for anti-HBs. Viral positivity for both HBsAg and anti- HBs were observed in women which age ranged from 15 to 30 years. Four newborns from HBsAg positive mothers were submitted to the treatment with HBV vaccine (Engerix B and with hyperimmune gammaglobulin (HBIG - Abbott Laboratories - Brazil. Cord blood from one of the newborns was positive for HBsAg. A positive association was found between hepatitis B and sexually

  3. Práticas integrativas e complementares na gestação e parto : o desvelar da literatura e o espço de atuação da doula

    OpenAIRE

    Jorge, Herla Maria Furtado

    2012-01-01

    O estudo propôs identificar as evidências qualitativas sobre o uso de PIC na gestação e parto por meio de uma metassíntese e analisar as Práticas Integrativas e Complementares utilizadas por doulas, junto às gestantes no trabalho de parto e parto. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa. Para elaboração da metassíntese realizamos um levantamento nas bases de dados Scielo; Lilacs; Bireme; Medline; Ebsco; Cinahl utilizando os descritores labor, complementary therapies e pregnancy no perío...

  4. Complicações perinatais em gestantes com e sem vaginose bacteriana Perinatal complications in pregnant women with and without bacterial vaginosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Antônio Simões

    1998-09-01

    Full Text Available Objetivos:comparar a freqüência de trabalho de parto prematuro (TPP, prematuridade, rotura prematura de membranas (RPM e RN de baixo peso (Purpose:to compare the incidence of preterm labor and birth, premature rupture of membranes (PROM and low birth-weight newborns (< 2,500 g between two groups of pregnant women (with or without BV. To verify the adequacy of including a regular prenatal BV investigation. Methods:a total of 217 women between 28 and 32 weeks of pregnancy (35 with BV and 182 without BV were studied. The diagnosis of BV was established according to Amsel's criteria. The data were analyzed by the chi² test, Fisher's test, Mann-Whitney test and the relative risk. Results:the incidence of preterm labor, preterm birth, PROM and low birth-weight was statistically higher in the group of women with BV than in the control group (29.4% vs. 3.8%; 28.6% vs. 3.3%; 22.9% vs. 10.4%; 20.0% vs. 3.3%; respectively. The means of gestational age and birth-weight were significantly lower in the newborns from mothers with BV (265.8 days vs. 279.9 days; 2,958 g vs. 3,294 g, respectively. Conclusion:all perinatal complications studied were significantly associated with the presence of untreated BV during pregnancy. Therefore, the diagnosis and adequate treatment should be included in the routine prenatal assistance at Brazilian Obstetrics Services. Such measure may be effective in the reduction of these perinatal complications.

  5. Comparação da composição bioquímica do líquido amniótico equino colhido em diferentes estágios gestacionais e no momento do parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna De Vita

    Full Text Available A viabilidade e maturidade fetais podem ser estimadas através da avaliação dos fluídos fetais em muitas espécies, no entanto a composição bioquímica do líquido amniótico durante a gestação ainda não está bem definida para a espécie equina. O objetivo deste estudo foi estabelecer e comparar o perfil bioquímico do liquido amniótico em diferentes momentos da gestação e no momento do parto para um melhor entendimento da fisiologia da gestação de equinos. Foram avaliados valores encontrados para pH, osmolaridade, glicose, uréia, creatinina, gamma-GT, sódio, potássio, cloretos e proteína total no liquido amniótico colhido de 122 éguas comparando-se os resultados encontrados entre as colheitas em terço inicial (TI, médio (TM e final (TF da gestação e no momento do parto (MP. As amostras colhidas nos períodos gestacionais foram realizadas em frigoríficos abatedouros. As idades gestacionais (IG, em dias, foram definidas através de fórmula de regressão sugerida por Naves et al. (2008, utilizando-se a mensuração crânio-caudal dos fetos. Devido a presença de graus variados de assimetria e desvios de um padrão Gaussiano de distribuição, o teste de Kruskal-Wallis foi usado para comparar a mediana de cada variável-resposta entre os grupos de estudo. Quando houve evidência significante de que pelo menos uma das medianas era diferente das outras, o teste de Wilcoxon foi usado para realizar comparações múltiplas entre os grupos. O método de Bonferroni foi usado para ajustar o valor-P resultante das comparações múltiplas. A análise estatística foi realizada com o procedimento PROC NPAR1WAY e significância estatística foi definida como p<0,05 .pH e osmolaridade do líquido amniótico equino não sofreram alterações significantes entre os terços gestacionais e no momento do parto. Os valores encontrados para glicose foram significativamente menores nas amostras do grupo TF e MP. As concentrações de ur

  6. Prevalência e fatores associados a sintomas de ansiedade em uma coorte de gestantes atendidas em um centro de saúde do município do Rio de Janeiro Prevalence of anxiety symptoms and associated factors in a cohort of pregnant women attending a health care center in the municipality of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Marano Rocha Araújo

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar a prevalência e a associação entre variáveis sócio-demográficas, obstétricas, nutricionais e sintomas de ansiedade em gestantes. MÉTODOS: trata-se de estudo prospectivo com cinco ondas de seguimento. A presente análise é transversal e foi realizada com 151 gestantes. A variável dependente foi a presença ou ausência de ansiedade na gestação, medida entre a 19ª e 21ª semana de gestação. Utilizou-se o Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE para avaliar a ansiedade traço (a-traço. As variáveis independentes foram extraídas de um questionário com dados sócio-demográficos, obstétricos e nutricionais. A análise estatística foi realizada por meio da técnica de regressão multivariada de Poisson com variância robusta. RESULTADOS as gestantes tinham em média 25 anos e nove anos de escolaridade. A prevalência de ansiedade foi de 64,9% (IC95%: 56,7-72,5. No modelo multivariado observou-se que mulheres mais jovens (entre 18 e 24,9 anos, RP=1,35; IC95%: 1,06-1,71 e de menor escolaridade (um a oito anos, RP=1,39; IC95%: 1,11-1,73 apresentaram maior chance de desenvolver ansiedade. CONCLUSÕES: a prevalência de ansiedade foi elevada nesta amostra de gestantes acompanhadas em uma unidade básica de saúde. O conhecimento dos fatores associados à ansiedade é de fundamental importância para que a equipe multidisciplinar possa intervir de forma precoce e adequada no tratamento das gestantes.OBJECTIVES: to determine the prevalence and the association between socio-demographic, obstetric and nutritional variables and anxiety symptoms in pregnant women. METHODS: the study involved cohorts with five follow-up stages. A cross-sectional analysis was carried out of 151 pregnant women. The presence or absence of anxiety was treated as the dependent variable, which was measured between 19 and 21 weeks of gestation. The State-Trait Anxiety Inventory (STAIT scale was used to evaluate the anxiety trait. The

  7. Intervalo de partos e fertilidade real em vacas Nelore no Estado do Maranhão Calving interval and real fertility of Nellore cows in State of Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudio Cabral Campello

    1999-01-01

    Full Text Available Os efeitos de fatores genéticos e de ambiente sobre características reprodutivas, a partir de 475 observações de intervalos de partos (IDP e 401 de fertilidade real (FR de vacas da raça Nelore, criadas no município de Santa Inês, Estado do Maranhão, em regime de pasto com suplementação na estação seca, no período de 1980 a 1994, foram estudados. Os dados foram analisados por intermédio de modelos lineares, que incluíram efeito de touro (aleatório, mês e ano do parto anterior e atual, ordem de parição e sexo da cria (fixos. O pai da vaca e a ordem de parição influenciaram significativamente ambas as características estudadas, enquanto o sexo da cria influiu apenas na FR. As médias estimada pelo método dos quadrados mínimos, para IDP e FR, foram 433,84 ± 88,20 dias e 184,69 ± 37,09 kg, respectivamente. Os coeficientes de herdabilidade estimados pela correlação intraclasse entre meio-irmãs paternas foram estimados em 0,32 ± 0,15 e 0,49 ± 0,19, respectivamente, para IDP e FR.The effects of genetic and environmental factors on reproductive traits, from 475 records of calving interval (CI and 401 of real fertility (RF of Nellore cows reared at Santa Inês county, Maranhão State, in pasture grazing system with supplementation in the dry season, from 1980 to 1994, were studied. The data were analyzed by means of linear models, which included the sire effect (random effects, month and year of the last and the actual calving, calving number and sex of calf (fixed effects. The sire effect and calving number significantly affected both studied traits, while calf sex affected only the RF. The calving interval and R F by least square means were: 433.84 ± 88.20 days and 184.69 ± 37.09 kg, respectively. The heritability coefficients estimated by intraclass correlation of paternal half-sisters were .32 ± .15 and .49 ± .19, for CI. and RF. respectively.

  8. Práticas de atenção ao parto e os desafios para humanização do cuidado em dois hospitais vinculados ao Sistema Único de Saúde em município da Região Sul do Brasil Childbirth practices and challenges for humanization of care in two public hospitals in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Eriko Ishida Nagahama

    2008-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi caracterizar a assistência hospitalar ao parto em dois hospitais vinculados ao Sistema Único de Saúde no Município de Maringá, Paraná, Brasil, e identificar obstáculos e aspectos facilitadores para implantação do cuidado humanizado, pautando-se na percepção das mulheres sobre a atenção recebida. Tratou-se de estudo exploratório-descritivo, com desenho transversal, conduzido mediante pesquisa em prontuário hospitalar e entrevistas realizadas com 569 mulheres atendidas nos dois hospitais, no período de março de 2005 a fevereiro de 2006. A caracterização da assistência hospitalar foi realizada tomando-se por base quatro indicadores de qualidade na assistência no trabalho de parto e parto recomendados pela Organização Mundial da Saúde. Os dados apontaram para um modelo assistencial marcado pelo peso da herança higienista nas rotinas hospitalares e nas práticas profissionais, centrado no profissional médico como condutor do processo. Os fatores institucionais, identificados nas dificuldades de organização institucional e na estrutura física, as rotinas hospitalares e, sobretudo, a prática e postura individuais dos profissionais de saúde denotaram barreiras que, em seu conjunto, dificultam a implantação do modelo humanizado na assistência ao parto e nascimento.The aim of this study was to characterize hospital care for childbirth in two hospitals affiliated with the Unified National Health System in Maringá, Paraná, Brazil, and identify both obstacles and facilitating factors for the implementation of humanized care, based on women's perception of the care received. This was an exploratory and descriptive study with a cross-sectional design, analyzing hospital patient charts and interviews with 569 women who gave birth at the two hospitals from March 2005 to February 2006. Hospital care was characterized on the basis of WHO quality-of-care guidelines for labor and delivery. The data pointed

  9. Prevalencia y factores asociados a ruptura prematura de membranas en gestantes del Hospital Vicente Corral Moscoso, Cuenca-Ecuador, noviembre 2011-noviembre 2012

    OpenAIRE

    Cuenca Condoy, Elsa María

    2013-01-01

    Objetivo: Determinar la prevalencia de ruptura prematura de membranas y factores asociados en gestantes del Hospital Vicente Corral Moscoso. Cuenca-Ecuador, durante el periodo enero a julio 2012. -Método y técnicas: Estudio transversal de prevalencia, en 657 gestantes que acudieron al Hospital Vicente Corral Moscoso. - Hipótesis: La Ruptura prematura de membranas es más frecuente cuando se asocian factores como antecedente de infección del tracto urinario, bacteriuria, amenaza de parto pretér...

  10. ESTIMATIVA DA DATA DO PARTO EM CADELAS ROTTWEILER ATRAVÉS DA BIOMETRIA FETAL REALIZADA POR ULTRASSONOGRAFIA ESTIMATION OF PARTURITION DATE THROUGH ULTRASONOGRAPHIC FOETAL BIOMETRY IN ROTTWEILER BITCHES ESTIMACIÓN DE LA FECHA DEL PARTO EN PERRAS ROTTWEILER A TRAVÉS DE LA BIOMETRÍA FETAL REALIZADA POR EL ULTRASONIDO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Costa Moreira de Melo

    2009-09-01

    Full Text Available Utilizou-se a ultrassonografia neste experimento para avaliar o desenvolvimento fetal e determinar a idade gestacional em cadelas Rottweiler. Tomaram-se e avaliaram-se as medidas da vesícula embrionária/fetal (VE e do corpo fetal mediante análise de regressão, estabelecendo-se as equações de regressão linear e seus coeficientes. Os diâmetros biparietal (DBP e do abdome (DA dos fetos foram os que apresentaram os melhores resultados, considerando-se os coeficientes de correlação (0,89 e 0,90, respectivamente com a idade fetal e a facilidade de mensuração ao longo da gestação. Com base nos dados obtidos, conclui-se que é possível estimar o momento do parto em cadelas Rottweiler a partir das mensurações e equações obtidas para essa raça.

    PALAVRAS-CHAVES: Cão, feto, gestação, ultrassom.

    Ultrasonography was used in this study with the aim to evaluate fetal development, and to determine the gestational age of Rottweiler bitches. Measurements of embryonic vesicle (VE and fetal body were taken and evaluated by regression analysis. The linear regression equations and coefficients between gestational age and measures were established. The measures of abdominal (DA and biparietal (DBP diameters presented the best results, concerning to correlation coefficients (0.89 and 0.90, respectively and facilities on mensuration takes. It was concluded that it is feasible to predict gestational age of Rottweiler bitches taken into consideration fetal measurements and equations obtained for this breed.

    KEY WORDS: Dog, fetus, gestation, ultra-sound.

    El ultrasonido fue utilizado en esta investigación con el objetivo de evaluar el desarrollo fetal y determinar la edad gestacional en perras Rottweiler. Las medidas de la vesícula embrionária (VE y del cuerpo fetal fueran tomadas y evaluadas por an

  11. Conhecimentos e práticas de saúde bucal de gestantes usuárias dos serviços de saúde em São Luís, Maranhão, 2007-2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Ferreira Lopes

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: descrever as características dos cuidados de saúde bucal durante o acompanhamento pré-natal e o conhecimento sobre saúde bucal entre gestantes usuárias de serviços de saúde público e privado em São Luís, Maranhão, Brasil. MÉTODOS: estudo descritivo com 300 gestantes entrevistadas em serviço público e 300 em serviço privado, no período de agosto de 2007 a julho de 2008. RESULTADOS: a frequência de escovação dentária foi similar entre as usuárias dos serviços público e privado (p=0,156, enquanto o uso de fio dental (64,0% e 47,0%; p<0,001 e de colutórios (39,7% e 27,0%; p=0,001 foi mais frequente no serviço privado, em relação ao público; a maioria das usuárias, tanto do serviço público (60,3% como do privado (65,7%, desconheciam a associação entre saúde bucal e gravidez. CONCLUSÃO: a frequência de escovação dentária foi similar entre gestantes dos serviços público e privado; os efeitos da gestação sobre a saúde bucal eram pouco conhecidos.

  12. A reanimação do prematuro extremo em sala de parto: controvérsias Controversies about the resuscitation of extremely preterm infants in the delivery room

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Fernanda Branco de Almeida

    2005-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Relatar as principais controvérsias quanto aos procedimentos atualmente realizados na reanimação de recém-nascidos de extremo baixo peso na sala de parto. FONTES DOS DADOS: Revisão sistemática dos artigos incluídos em MEDLINE, SciELO e Cochrane Library e dos temas livres publicados em congressos internacionais e nacionais, utilizando-se as palavras-chave reanimação, asfixia e recém-nascido. SÍNTESE DOS DADOS: As principais controvérsias incluem aspectos relacionados à oxigenação e à ventilação do prematuro de extremo baixo peso ao nascimento. Os efeitos da administração de oxigênio em concentrações entre 21% e 100% precisam ser investigados. Os parâmetros adequados de pressão inspiratória, volume pulmonar e pressão expiratória final positiva necessitam ser estabelecidos com a finalidade de minimizar o barotrauma e o volutrauma. Os benefícios da aplicação da pressão positiva contínua de vias aéreas por via nasal também precisam ser bem determinados através de ensaios clínicos randomizados. Além disso, reanimadores manuais devem ser desenvolvidos para otimizar a administração desses parâmetros e minimizar a lesão pulmonar no início da vida extra-uterina. Estudos clínicos sobre a administração ao nascimento de adrenalina, expansores de volume e bicarbonato de sódio são inexistentes em prematuros de muito baixo peso. Adicionalmente, o principal dilema ético envolve a decisão conjunta entre os profissionais e os pais de não iniciar a reanimação na dependência da idade gestacional. CONCLUSÕES: A conduta atualmente vigente poderá ser modificada a partir dos resultados de ensaios clínicos randomizados e controlados, em conjunto com a avaliação do desenvolvimento, realizados em recém-nascidos de extremo baixo peso submetidos à reanimação na sala de parto.OBJECTIVE: To describe the main controversies about resuscitation procedures performed in extremely low birth weight infants in

  13. Puerperal infection from the perspective of humanized delivery care at a public maternity hospital Infección puerperal del punto de vista de la atención humanizada al parto en maternidad pública Infecção puerperal sob a ótica da assistência humanizada ao parto em maternidade pública

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisângela Euripedes Resende Guimarães

    2007-08-01

    Full Text Available This is an epidemiological, prospective and non-concurrent study of the cohort type about puerperal infection from the perspective of humanized delivery care, based on information from 5,178 records of patients who went through the experience of humanized delivery. The study aimed at describing the women who underwent humanized delivery, determining the incidence and time for manifestation of puerperal infections and investigating the association between the infection and the risk factors. An accumulated puerperal infection rate of 2.92% was found. The risk factors associated to puerperal infection in Cesarean delivery were the duration of labor and the number of digital examinations. No variable behaved as a risk factor for infection in normal delivery. Cesarean delivery was an important risk factor for puerperal infection. The results reinforce the need to develop alternative forms of delivery care that provides effective conditions for normal delivery, in order to reduce the number of Cesarean sections.Se trata de un estudio epidemiológico, tipo cohorte, prospectivo y no concurrente, sobre infección puerperal del punto de vista de la atención humanizada a los partos. En este estudio, se objetivó caracterizar las puérperas sometidas al parto humanizado; determinar la incidencia de las infecciones en el puerperio, así como el intervalo de manifestación, y también verificar la asociación entre la infección y los factores de riesgo. Los datos fueron obtenidos de 5178 prontuarios de puérperas que pasaron por la experiencia del parto humanizado. Fue verificada una tasa de incidencia de infección en el puerperio acumulada del 2,92%. Los factores de riesgo asociados a la infección en el puerperio en la modalidad del parto cesareano fueron la duración del trabajo de parto (p=0,002 y el número de toques (p=0,011. Ninguna variable se comportó como factor de riesgo para infección en el parto normal. Sin embargo, el parto cesarea se

  14. Desempenho, características de carcaça e composição química de diferentes cortes comerciais de novilhas mestiças não-gestantes ou gestantes terminadas em confinamento - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i4.1010 Performance, carcass characteristics and chemical composition of nonpregnant or pregnant heifers finished in feedlot - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i4.1010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Makoto Matsushita

    2008-03-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o efeito da gestação sobre o desempenho, características de carcaça e composição físico-química de cinco cortes de novilhas mestiças em confinamento. Utilizaram-se cinco novilhas gestantes e cinco não-gestantes com 20 meses e peso corporal de 323 kg. Não houve diferença (p > 0,05 para peso final, ganho médio diário, consumo, conversão alimentar, peso de carcaça, rendimento de carcaça, área de olho de lombo e espessura de gordura de cobertura entre os tratamentos. O acém das novilhas gestantes teve maiores teores (p This work was carried out to study the effect of pregnancy on performance, carcass characteristics and chemical composition of crossbred heifers in comparison with nonpregnant heifers finished in feedlot. Five pregnant heifers and five nonpregnant heifers, 20 months old and with initial live weight of 327 kg were used. The initial live weight, final weight, average daily gain, intake, feed conversion, carcass weight, hot carcass dressing, Longissimus area and fat thickness (4.21 mm did not differ (p > 0.05 between treatments. Pregnant heifers chuck showed higher levels (p < 0.05 of moisture and ash, and lower levels (p < 0.05 of total fat, than nonpregnant heifers. Pregnant heifers rump showed higher levels (p < 0.05 of moisture. Nonpregnant heifers striploin had the highest level (p < 0.05 of moisture. The fatty acid profile of pregnant heifers chuck had the highest levels (p < 0.05 of 14:0, 16:1n7 and 20:4n6, but showed the lowest level (p < 0.05 of 17:0. Nonpregnant heifers topside showed the highest levels (p < 0.05 of 18:1t11 and 18:2c9t1. Pregnant heifers chuck showed the highest level (p < 0.05 of PUFA. Nonpregnant heifers had higher levels of n-6 fatty acids than pregnant heifers. The striploin of pregnant heifers showed higher percentage (p < 0.05 of n-3.

  15. Efectos del bajo peso materno preconcepcional sobre el embarazo y el parto

    OpenAIRE

    López Montero, Maribel; Trufero Cánovas, Norma

    2006-01-01

    Se realizó un estudio de cohorte no concurrente pareado 1:1 para investigar los efectos del bajo peso materno preconcepcional (malnutrición materna por defecto) sobre el embarazo, el parto y el recién nacido en el Policlínico Finlay del municipio Camagüey desde octubre de 2002 hasta abril de 2004. Fueron estudiadas 51 gestantes malnutridas por defecto y 51 embarazadas sin riesgo. Los datos fueron tomados a partir de los registros oficiales de la atención perinatal complementados con una encue...

  16. Efeito da música no trabalho de parto e no recém-nascido Efecto de la musica en el trabajo de parto y en el recién nacido Effect of the music in labor and newborn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Sotilo Tabarro

    2010-06-01

    Full Text Available A música tem sido aplicada para o equilíbrio de energias alteradas pelo stress do mundo moderno. Este estudo objetivou verificar o efeito da música no trabalho de parto e no recém-nascido, quando submetido às mesmas melodias ouvidas por suas mães na gestação. Gestantes, usuárias de Unidades Básicas de Saúde, foram submetidas a sessões de sensibilização musical a partir do quinto mês de gestação. Durante o trabalho de parto, a parturiente foi submetida às melodias selecionadas por ela, com interrupções de 30 minutos a cada duas horas. Os dados foram coletados em três entrevistas realizadas após o parto, em diferentes momentos, e o discurso obtido foi analisado qualitativamente. Constatou-se, pelo conteúdo das falas, que a música minimizou os desconfortos do trabalho de parto e facilitou a adaptação do bebê nos primeiros meses de vida.La música ha sido aplicada para el equilibrio de las energías alteradas por el estrés del mundo moderno. Este estudio tuvo por objetivo verificar el efecto de la música en el trabajo de parto y en el recién nacido cuando es expuesto a las mismas melodías oídas por sus madres durante el embarazo. Mujeres embarazadas atendidas en Unidades Básicas de Salud fueron expuestas a períodos de sensibilización musical a partir del quinto mes de embarazo. Durante el trabajo de parto, la parturienta escuchó las melodías elegidas por ella misma, con interrupciones de 30 minutos cada dos horas. Los datos fueron recolectados en tres entrevistas realizadas en diferentes momentos; las respuestas obtenidas fueron analizadas cualitativamente. Los autores constataron en las respuestas a las entrevistas que la música minimizó las incomodidades del trabajo de parto y facilitó la adaptación del bebé en sus primeros meses de vida.Music has been applied for balancing energies that have been disturbed by the stress of modern life. The objective of the present study was to verify the effect of music

  17. Impacto do estado nutricional no peso ao nascer de recém-nascidos de gestantes adolescentes Nutritional status impact on the birth weight of newborns pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Fontes Ferreira da Silva Guerra

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o impacto do estado nutricional de gestantes adolescentes no peso do recém-nascido. MÉTODOS: EM Estudo de coorte histórica foram avaliadas 97 gestantes adolescentes atendidas no período de maio a junho de 2004 e seus recém-nascidos. Foram incluídas gestantes entre 10 e 19 anos, internadas em trabalho de parto, e excluídas aquelas com gravidez múltipla, complicações gestacionais, idade gestacional menor do que 37 semanas e dados incompletos no prontuário. A avaliação do estado nutricional materno incluiu altura, índice de massa corporal (IMC pré-gestacional, ganho de peso gestacional (GPG e consumo calórico e protéico, obtidos por relatórios de consumo alimentar habitual no final do terceiro trimestre gestacional. A associação entre as variáveis maternas (altura, IMC pré-gestacional, GPG e consumo e o peso do recém-nascido foi analisada pelo teste de correlação de Spearman. O nível de significância de erro alfa foi de 5% (pPURPOSE: to evaluate the impact of the nutritional status of pregnant adolescents on the birth weight. METHODS: a cohort study including 97 adolescents and their respective newborns, evaluated from May to June, 2004. Pregnant women from 10 to 19 years old in labor were included in the study, and those with multiple pregnancies, complications, less than 37 weeks gestation, and incomplete data records were excluded. Maternal nutritional status evaluation included height, body mass index (BMI before pregnancy, gestational weight gain (GWG and caloric-proteic intake, obtained by habitual food intake recordatory by the end of the third gestational trimester. The association between maternal variables (height, pre-gestational BMI, GWG and intake and the newborn weight was analyzed by Spearman's correlation test. Statistical significance was assumed when p<0.05. RESULTS: the mean age was 17.8±1.12 years old. Most adolescents (66% started pregnancy with adequate weight, 29% had low weight

  18. AVALIAÇÃO DO USO DE MEDICAMENTOS POR GESTANTES EM UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DE RONDONÓPOLIS, MATO GROSSO

    OpenAIRE

    Áurea Miranda do Nascimento; Ritiélly Eduarda Lopes Mendonça Gonçalves; Renata Marien Knupp Medeiros; Helen Cristina Fávero Lisboa

    2016-01-01

    Objetivo: Revisar o uso de avaliação custo-efetividade na incorporação de tecnologias em sistemas de saúde e informações sobre o limite custo-efetividade, especialmente embasadas na experiência do The National Institute for Health and Care Excellence – NICE no Reino Unido, a fim de pontuar os desafios que se apresentam ao caso brasileiro. Metodologia: Levantamento bibliográfico sobre o uso de avaliações econômicas na tomada de decisão em saúde e do Limite Custo-Efetividade (LCE) e suas conse...

  19. Eficácia de dinoprostone e misoprostol para indução do trabalho de parto em nulíparas Efficacy of dinoprostone and misoprostol for labor induction in nulliparous women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tenilson Amaral Oliveira

    2011-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a eficácia e a segurança de dinoprostone e misoprostol para indução do parto vaginal, com ou sem o uso de ocitocina em nulíparas. MÉTODOS: realizou-se estudo retrospectivo, observacional, envolvendo 238 pacientes que foram submetidas à indução do parto de janeiro de 2008 a fevereiro de 2010 com uso de misoprostol 25 mcg via vaginal ou pessário contendo 10 mg de dinoprostone. Desse grupo, foram selecionadas 184 pacientes, que apresentavam as seguintes características: nulíparas, gestação entre 37 e 42 semanas, feto único, apresentação cefálica, membranas íntegras e índice de Bishop PURPOSE: to determine the efficacy and safety of dinoprostone and misoprostol for the induction of vaginal childbirth, with or without the use of oxytocin in nulliparous women. METHODS: in this retrospective observational study, 238 patients were subjected to the induction of delivery from January 2008 to February 2010 with the use of misoprostol 25 mcg by the vaginal route or a pessary containing 10 mg of dinoprostone. A total of 184 patients were selected, with the following characteristics: nulliparous, gestational age of 37-42 weeks, singleton pregnancies, cephalic presentation, intact membranes, and Bishop score < 3. Obstetric and neonatal data were analyzed and compared between groups. The Student t-test, chi-square test and Fisher's exact test were used for statistical analysis, with the level of significance set at p<0.05. RESULTS: the rate of vaginal childbirth did not differ significantly in patients who used misoprostol and dinoprostone (43.2% versus 50%; p = 0.35, respectively. The ripening of cervix was higher in the group treated with misoprostol (87.3% versus 75.6%, p=0.04. The use of oxytocin was necessary in 58.8% of the misoprostol group and 57.3% in the dinoprostone group after the ripening of cervix. Failed induction was the primary indication of caesarean section delivery in both groups, with no significant

  20. Percepción de los profesionales de enfermería y las gestantes sobre la asesoría en virus de inmunodeficiencia humana en una empresa social del Estado de primer nivel en Bogotá, Distrito Capital Percepção dos profissionais de enfermagem y as gestantes sobre a assessoria em HIV em uma ESE de Primeiro Nível em Bogotá, Distrito Capital Perception of Nursing Professionals and Pregnant Women about Counseling on HIV in a First Level ESE in Bogota, Capital District

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha Patricia Bejarano Beltran

    2012-07-01

    para al contención de la epidemia en este grupo poblacional.Objetivo: descrever a percepção que os profissionais de enfermagem e as gestantes têm em relação com a assessoria na detecção de vírus de imunodeficiência humana (HIV, com base nas diretrizes descritas no Guia Técnico do projeto INTEGRA: Modelo de Gestão Integral de Serviços de Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção da Infeção por HIV para nortear ações que possibilitem o fortalecimento desta atividade em uma empresa social do Estado (ESE de Bogotá. Metodologia: desenho qualitativo, descritivo, com abordagem hermenêutica; a análise dos dados se fez mediante a técnica de análise de conteúdo (autor de dezasseis entrevistas semiestruturadas, realizadas durante quatro meses. Participaram oito profissionais de enfermagem que fazem assessoria em HIV e oito gestantes que recebem assessoria sobre HIV. Resultados: a questão central que surgiu da análise das entrevistas foi "os paradoxos da assessoria em HIV/Aids", sendo que a partir dos testimoniais dos participantes encontrouse uma série de ambivalências a respeito das opiniões, experiências, crenças e sentimentos. A questão se evidenciou nas seguintes categorias, retomadas do discurso das pessoas entrevistadas: os sentimentos, entre a ansiedade e a tranquilidade. As categorias emergentes do discurso dos profissionais de enfermagem se focou em: entre a frustração e a tranquilidade. Conclusões: para as gestantes e os profissionais da enfermagem, a assessoria em HIV/Aids foi percebida como um paradoxo, com sentimentos ambivalentes entre a alegria e a tristeza, o temor e a ansiedade, a frustração e a tranquilidade, o que deve ser feito e a realidade encontrada. Estas são percepções que irão permitir um melhor trabalho na prevenção da infeção do HIV por parte dos profissionais a fim de conseguir mudanças de comportamento saudáveis nas gestantes e aprimorar a assessoria como estratégia útil para a contenção da epidemia

  1. Creencias y costumbres relacionadas con el embarazo, parto y puerperio en comunidades nativas Awajun y Wampis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Armando Medina I

    2006-01-01

    Full Text Available Objetivo: Nuestro país, por su riqueza cultural, presenta diversas concepciones en torno al embarazo, parto y puerperio. Las costumbres y los procesos de embarazo, parto y puerperio, de la mujer Awajun (Aguaruna o Wampis (Huambisa, en el contexto cultural de las comunidades indígenas, son revisadas en el presente estudio. Materiales y métodos: Estudio etnográfico descriptivo, cualitativo, realizado durante octubre de 2002 a abril de 2003, aplicándose 24 entrevistas a profundidad (a parteras, promotores de salud y usuarias, en las comunidades de Puerto Galilea y Chapiza, además de tres grupos focales. Dichas entrevistas se analizaron en función de cinco aspectos, relacionados con señales, peligros, dietas y cuidados durante el embarazo, parto y puerperio. Resultados: Los pobladores reconocen algunas señales de peligro en el embarazo, como el sangrado vaginal y pérdida de líquido amniótico. Los cuidados durante el embarazo se relacionan con las actividades diarias y la ingesta de alimentos (dietas. Existen algunos elementos que dificultan el parto y nacimiento, como el sentimiento de vergüenza para llamar al promotor. Logrado el parto, debe mantenerse los cuidados para la recuperación de la madre, y un adecuado desarrollo del recién nacido. Conclusiones: Las concepciones y percepciones del embarazo, parto y puerperio en comunidades nativas, norman el comportamiento de sus pobladores, repercutiendo esto en la salud materna e infantil. Es necesario comprender esta cultura y capacitar agentes de medicina tradicional, implementando estrategias en promoción de la salud y atención de la gestante, fortaleciendo las capacidades institucionales e incrementando la cobertura.

  2. Assistência ao parto no Município do Rio de Janeiro: perfil das maternidades e o acesso da clientela Obstetric care during childbirth in Rio de Janeiro: hospital practices and user access

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Pacheco Campos

    2000-06-01

    Full Text Available Neste trabalho analisou-se a assistência ao parto, caracterizando o perfil das principais maternidades e o deslocamento da clientela, ou seja, o fluxo entre residência e local de nascimento. Os indicadores utilizados foram construídos a partir do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC em 1995 e da Pesquisa sobre Assistência Médico-Sanitária (AMS, com dados para 1992. Através de classificação multivariada foram identificados dois tipos de maternidades: um com grande número de partos cesáreos, boas condições da parturiente e recém-nato; e outro com maior proporção de partos espontâneos e indicadores que apontam riscos do recém-nascido. As proporções de: mães com escolaridade igual ou superior ao ensino médio, mães adolescentes e partos cesáreos são os indicadores que melhor caracterizaram os grupos. Identificou-se grande heterogeneidade na distribuição espacial das maternidades, concentrados nas regiões mais ricas da cidade, determinando, conseqüentemente, longos trajetos das gestantes na busca da assistência ao parto.The purpose of this paper is to identify and describe Rio de Janeiro maternity hospital profiles and the route between the mother's place of residence and the hospital. Data sources were: the State Live Birth Information System (1995 and the National Survey on Medical Care (1992. Two groups of maternity hospitals were identified using multivariate cluster analysis. Group A had an extremely high cesarean rate (81%, with mothers and neonates presenting good health conditions. Cesarean rates were lower in Group B, although still high (32%, and other variables reflected worse neonatal conditions. Cesarean rate was the indicator which best discriminated between the groups, followed by proportion of adolescent mothers and mothers with a high school education. The uneven spatial distribution of maternity hospitals, which were concentrated in the richest area of the city, was a factor in the long

  3. Estudo do diagnóstico de enfermagem fadiga em gestantes atendidas numa unidade básica de atenção à saúde Estudio del diagnóstico de enfermería fatiga en gestantes atendidas en una unidad básica de atencíon a la salud Study of nursing diagnosis fatigue among pregnant women from a primary care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Moreira Alves

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o diagnóstico de enfermagem Fadiga em gestantes. MÉTODOS: Estudo transversal com 66 gestantes. Os dados foram coletados através de um roteiro estruturado de entrevista e exame físico. Para a análise foram geradas estatísticas descritivas com a freqüência absoluta e percentual e aplicados testes de associação. RESULTADOS: Do total, 72,7% apresentaram o diagnóstico de enfermagem Fadiga. As características definidoras mais citadas foram: Aumento das queixas físicas (78,8%, Sonolência Ambiente barulhento (66,7% e Cansaço (65,2%, e os fatores relacionados que estiveram mais presentes na amostra foram Estilo de vida enfadonho (54,5%, Ansiedade (45,5% e Anemia (40,9%. CONCLUSÃO: O diagnóstico Fadiga apresenta determinadas características e fatores relacionados importantes, que devem ser foco da atenção por parte dos enfermeiros.OBJETIVO: Analizar el diagnóstico de enfermería Fatiga en gestantes. MÉTODOS: Estudio transversal realizado con 66 gestantes. Los datos fueron recolectados a través de una guía estructurada de entrevista y examen físico. Para el análisis se generaron estadísticas descriptivas con la frecuencia absoluta y porcentual y se aplicaron pruebas de asociación. RESULTADOS: Del total, 72,7% presentaron el diagnóstico de enfermería Fatiga. Las características definidoras más citadas fueron: Aumento de las quejas físicas (78,8%, Somnolencia, ambiente bullicioso (66,7% y Cansancio (65,2%, y los factores relacionados que estuvieron más presentes en la muestra fueron Estilo de vida aburrido (54,5%, Ansiedad (45,5% y Anemia (40,9%. CONCLUSIÓN: El diagnóstico Fatiga presenta determinadas características y factores relacionados importantes, que deben ser foco de atención de los enfermeros.AIM: To analyze the nursing diagnosis "fatigue" in pregnant women. METHODS: A cross-sectional descriptive design was used to conduct this study. Data were collected from 66 pregnant women using structured

  4. Determinantes da retenção de peso pós-parto segundo a cor da pele em mulheres do Rio de Janeiro, Brasil Determinants of postpartum weight retention according to skin color among women in Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivyna Spinola Caetano Jordão

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar os fatores associados à retenção de peso pós-parto segundo a cor da pele. MÉTODOS: Foi conduzido um estudo de coorte com quatro ondas de seguimento: aos 15 dias e 2, 6 e 9 meses pós-parto. As 450 participantes do estudo (idade entre 15 e 45 anos foram recrutadas em uma maternidade e em um centro municipal de saúde localizados no Município do Rio de Janeiro, Brasil. A retenção de peso pós-parto foi definida como variável dependente. As co-variáveis investigadas foram idade da mãe, estado marital, habilidade para ler uma carta, hábito de fumar, renda familiar mensal em reais, número de filhos, idade ao primeiro parto e escore de atividade física no trabalho e no lazer. Os dados foram analisados em modelos de regressão linear longitudinal multivariados com efeitos mistos. RESULTADOS: Os fatores que permaneceram associados à retenção de peso pós-parto foram: para as mulheres brancas, tempo pós-parto (beta = -0,0061, valor P = 0,0002, estado marital (casada/ solteira beta = -0,9279, valor P = 0,0457 e idade ao primeiro parto (beta = -0,1553, valor P = 0,0364; para as pardas, tempo pós-parto (beta = -0,0062, valor P OBJECTIVE: To investigate factors associated with postpartum weight retention according to skin color in the city of Rio de Janeiro, Brazil, as part of the effort to help control overweight and obesity. METHODS: We carried out a cohort study with data collection at four points after delivery: 15 days, 2 months, 6 months, and 9 months. The 450 participants (15 to 45 years of age were recruited from a maternity center and a city health center in Rio de Janeiro. Postpartum weight retention was defined as the dependent variable. The following covariates were investigated: maternal age, marital status, ability to read a letter, smoking, monthly family income, number of children, age at first delivery, a score for physical activity at work, and a score for physical activity during leisure time. The

  5. Parto de adolescentes: elementos cualitativos de la atención

    OpenAIRE

    Enderle, Cleci de Fátima; Kerber, Nalú Pereira da Costa; Susin, Lulie Rosane Odeh; Gonçalves, Bruna Goulart

    2012-01-01

    O estudo buscou conhecer o que as adolescentes entendem como assistência adequada ao parto. Dados coletados através de entrevista individual com as adolescentes que tiveram seu parto em um Hospital Universitário do sul do Brasil, entre julho de 2008 e outubro de 2009. Foi efetuada uma análise temática, que se baseou nas preconizações do Ministério da Saúde sobre o parto humanizado. Despontaram núcleos temáticos relacionados à necessidade de atenção, de orientação e de res...

  6. Evidência sorológica da infecção aguda pelo Toxoplasma gondii em gestantes de Cascavel, Paraná Serological evidence of acute Toxoplasma gondii infection in pregnant women in Cascavel, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia de Lucena Mioranza

    2008-12-01

    Full Text Available Para verificar a ocorrência da toxoplasmose em Cascavel, Paraná, cidade próxima a região onde ocorreu o maior surto epidêmico descrito mundialmente, 334 amostras de soros de gestantes foram triadas pelo ensaio imunoenzimático comercial IgG no Laboratório Municipal de Cascavel, e confirmadas no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo por imunofluorescência IgG, ensaio imunoenzimático e avidez de IgG in house. A soropositividade pelo IgG comercial foi 54,2%, pela imunofluorescência 54,8% e pelo IgG in house 53,9%, com boa concordância entre imunofluorescência/IgG comercial (Kappa=0,963781; co-positividade=97,8%; co-negatividade=98,7% e imunofluorescência/IgG in house (Kappa=0,975857; co-positividade=97,8%; co-negatividade=100%. A evidência de infecção aguda nas gestantes foi similar tanto pela avidez de IgG (2,4% ao ano como pela análise estatística de tendência (teste χ2 por faixa etária (2% ao ano, sugerindo que a triagem sorológica pré-natal e a vigilância epidemiológica são imprescindíveis para redução do risco da toxoplasmose na região, embora sem evidência de surto epidêmico.In order to investigate the incidence of toxoplasmosis in Cascavel, Paraná, a city near the region where the largest reported epidemic outbreak in the world occurred, 334 serum samples from pregnant women were screened using a commercial IgG immunoenzymatic assay at the Municipal Laboratory in Cascavel and were confirmed at the Institute of Tropical Medicine in São Paulo, by means of IgG immunofluorescence, immunoenzymatic assaying and the in-house IgG avidity test. The IgG seropositivity from the commercial test was 54.2%, from immunofluorescence 54.8% and from the in-house IgG 53.9%, with good agreement between immunofluorescence and the commercial IgG test (kappa = 0.963781; co-positivity = 97.8%; co-negativity = 98,7% and between immunofluorescence and the in-house IgG (kappa = 0.975857; co-positivity = 97.8%; co

  7. Niveles de plomo en gestantes y neonatos en la ciudad de la Oroya, Perú

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Castro-Bedriñana

    Full Text Available Objetivos. Determinar los niveles de plomo (Pb en gestantes y neonatos en la ciudad de La Oroya, Perú. Materiales y métodos. Se realizó un estudio transversal. La población estuvo conformada por gestantes residentes durante al menos dos años en la ciudad de La Oroya, cuando operaban normalmente las fundiciones de Pb, cobre y zinc. Se obtuvo muestras de sangre de la gestante antes del parto y luego del parto se tomaron muestras de placenta y sangre del cordón umbilical. El nivel de Pb de dichas muestras fue evaluado por espectrometría de absorción atómica con horno de grafito. Se determinaron regresiones cuadráticas y correlaciones de Pearson. Resultados. Se evaluó cuarenta partos normales. Los niveles promedio de Pb en la sangre materna, cordon umbilical y placenta fueron 27,4 ± 15,6 ug/dL; 19,0 ± 12,6 ug/dL y 319,0 ± 215,9 ug/100 g, respectivamente. El 67,5% de los neonatos tuvieron más de 10 ug/dL de Pb. El nivel de Pb de la sangre del cordón umbilical representó el 69,4% del nivel de Pb en sangre materna. Los coeficientes de correlación entre el Pb de la sangre materna y cordón umbilical, sangre materna y placenta, placenta y sangre del cordón umbilical fueron 0,36; 0,48 y 0,33, respectivamente. Conclusiones. Cuando funcionaba la fundición, las gestantes y recién nacidos tenían concentraciones elevadas de Pb en sangre. Las concentraciones de Pb en la placenta y cordón umbilical tuvieron una correlación moderada con el Pb de la sangre materna. El Pb de la sangre materna y cordón umbilical fue 1,5 veces más alto que los de zonas más alejadas

  8. Parto inducido por embarazo prolongado Induced delivery in prolonged gestation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercedes Peña Abraham

    2006-12-01

    Full Text Available Se realizó un estudio retrospectivo, descriptivo, explicativo y longitudinal sobre el comportamiento de la inducción del parto por embarazo prolongado en el Hospital Gineco-Obstétrico "Justo Legón Padilla", en el período comprendido entre enero del 2004 y diciembre del 2005.El universo estuvo constituido por la totalidad de los nacimientos por embarazo prolongado que se produjeron en el período, donde el grupo estudio estaba exclusivamente formado por las gestantes con trabajo de parto inducido (n=104; se estudiaron variables de la madre, del nacimiento y del producto de la concepción y a los datos obtenidos se les aplicó porcentaje. La edad materna más frecuente fue la del grupo de 20 - 35 años (65,5%; predominaron las nulíparas (40,4%, la vía del parto que predominó fue la transpelviana (42,3%; todos con un índice de Bishop >7 puntos La causa más frecuente de cesárea fue el sufrimiento fetal agudo (23%; el embarazo prolongado no constituyó una causa importante de Apgar Bajo, en el parto distócico fue donde ocurrió el mayor número de morbilidad materna y neonatal (9,5%, no se encontró valor significativo en la macrosomía fetal y predominó el sexo femenino en los recién nacidos (65,3%.A retrospective, descriptive, explicative and longitudinal study about the behavior of the induction of labor in prolonged pregnancy was conducted at "Justo Legón Padilla" Gyneco-Obstetric Hospital during the period of January 2004 to December 2005. The whole sample was constituted by the totality of births in prolongad pregnancy during the period where the study group was exclusively formed by pregnants who underwent induced labor (n = 104.Variables of mother, birth and conception product were taken, and percentage method was applied to data collected. The group of most frequent maternal age was 20 - 35 (65,5%, prevailing nulliparous (40,4% and transpelvic labor (42,3%, having a Bishop index = 7. The most frequent cause of cesarean section

  9. Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes - doi: 10.5102/ucs.v3i1.548

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Maria Villar Silva

    2008-04-01

    Full Text Available A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise, responsável por processos fisiológicos relacionados à reprodução, cuja principal função é a manutenção da lactação. Sua secreção é regulada por mecanismos hormonais e não-hormonais. Existem patologias relacionadas com o excesso de prolactina circulante. São as denominadas hiperprolactinemias e os prolactinomas de causas fisiológicas, farmacológicas, patológicas e idiopáticas. Os níveis de prolactina verificados em 79 mulheres analisadas por um laboratório particular de Brasília mostraram variações características de acordo com diferentes faixas etárias.

  10. Factors associated with low birth weight in a historical series of deliveries in Campinas, Brazil Fatores associados a baixo peso ao nascer em uma série histórica de partos em Campinas, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Ribeiro Coutinho

    2009-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To identify the risk factors associated with low birth weight (37 months, maternal history of hypertension, cardiopathy and premature delivery, few (OBJETIVO: Identificar os fatores de risco associados com baixo peso (37 meses, história materna de hipertensão, cardiopatia e parto prematuro, <5 consultas de pré-natal e seu início tardiamente na gestação (após o terceiro mês, rotura prematura de membranas, aumento da pressão arterial, doenças infecciosas e hemorragias durante a atual gestação. Obesidade materna e primiparidade foram fatores de proteção. CONCLUSÃO: Estes resultados confirmam os achados de estudos prévios. A detecção e manejo ante-parto de fatores modificáveis, aconselhamento, intervenção pré-concepcional, pré-natal adequado e a implementação de prevenção primária e secundária de morbidade materna devem constituir uma preocupação para todo obstetra como potencial fonte de redução da incidência de baixo peso ao nascimento.

  11. Utilidad del tratamiento con hidratación y nifedipino en la amenaza de parto pretérmino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen A. Argote Viñals

    2014-08-01

    Full Text Available Se realizó un estudio transversal en gestantes ingresadas con el diagnóstico de amenaza de parto pretérmino, en la sala de cuidados maternos-perinatales del Servicio de Obstetricia del Hospital General Docente “Dr. Ernesto Guevara” de Las Tunas, con el objetivo de determinar la utilidad del tratamiento de la amenaza de parto pretérmino con el empleo de hidratación y nifedipino como terapéutica de elección, en una muestra de 86 gestantes con embarazo viable entre 28 y 34 semanas, que recibieron como tratamiento de ataque la hidratación endovenosa, el reposo en cama y el uso de bloqueadores de los canales del calcio. Se estudiaron como variables: edad materna, edad gestacional al ingreso, paridad, antecedentes personales, tiempo para la desaparición de los síntomas, estadía en la sala de cuidados maternos perinatales y tocolíticos empleados. Predominaron las gestantes de entre 20 y 24 años de edad; las de edad gestacional al ingreso entre 32 a 34 semanas, 37 casos para un 43,1%; las que tenían un parto anterior, 42 (48,8%. Los abortos espontáneos previos (26,7% y el parto prematuro anterior (24,4% resultaron los antecedentes patológicos maternos más significativos. El 53,6% de las gestantes necesitaron tres horas para la desaparición de los síntomas y tres días para estar de alta. El 89,6% pudo llegar al término de su gestación. El empleo de nifedipino e hidratación como tratamiento de elección en la amenaza de parto pretérmino se relacionó con la reducción en el tiempo de alivio de los síntomas, una menor estadía y la prolongación de la gestación, lo que hace a este esquema terapéutico como el más recomendable para la atención de este problema de salud en condiciones similares a la de la investigación

  12. Mortalidade infantil e acesso geográfico ao parto nos municípios brasileiros Mortalidad infantil y acceso geográfico al parto en los municipios brasileños Infant mortality and geographic access to childbirth in Brazilian municipalities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wanessa da Silva de Almeida

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o acesso geográfico ao parto hospitalar nos municípios brasileiros. MÉTODOS: Foram analisadas informações de óbitos e nascimentos quanto à sua adequação para o cálculo do coeficiente de mortalidade infantil no período de 2005 a 2007 para os 5.564 municípios brasileiros. O acesso geográfico foi expresso por indicadores de deslocamento, oferta e acesso aos serviços de saúde. A associação entre o acesso geográfico ao parto e o coeficiente de mortalidade infantil em municípios com adequação de suas informações vitais foi avaliada por meio de regressão múltipla. RESULTADOS: Dentre os municípios analisados, 56% apresentaram adequação das informações vitais, correspondendo a 72% da população brasileira. O deslocamento geográfico ao parto mostrou-se inversamente associado ao porte populacional, à renda per capita, e à mortalidade infantil, mesmo controlado por fatores demográficos e socioeconômicos. CONCLUSÕES: Embora tenham sido desenvolvidas estratégias importantes para a melhoria da qualidade do atendimento às gestantes no Brasil, as ações para garantir o acesso igualitário à assistência ao parto ainda são insuficientes. O maior deslocamento intermunicipal para o parto se mostrou como um fator de risco para a mortalidade infantil, aliado à desigualdade de oferta de serviços qualificados e à falta de integração com a atenção básica de saúde.OBJETIVO: Analizar el acceso geográfico al parto hospitalario en los municipios brasileños. MÉTODOS: Se analizaron informaciones de óbitos y nacimientos con relación a su adecuación para el cálculo del coeficiente de mortalidad infantil en el período de 2005 a 2007 para los 5.564 municipios brasileños. El acceso geográfico fue expresado por indicadores de desplazamiento y oferta y acceso a los servicios de salud. Se evaluó la asociación entre el acceso geográfico al parto y el coeficiente de mortalidad infantil en municipios con

  13. Resultados maternos e neonatais da assistência em casa de parto no município do Rio de Janeiro Resultados maternos y neonatales de la asistencia en casa de nacimiento en el municipio de Rio de Janeiro Maternal and neonatal assistance results at Birthing Center in the municipality of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Lenho de Figueiredo Pereira

    2013-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever os resultados maternos e neonatais da assistência na Casa de Parto David Capistrano Filho. Pesquisa exploratório-descritiva, com abordagem quantitativa, que analisou 458 prontuários dos partos normais e nascimentos no período de janeiro de 2008 a dezembro de 2009. As parturientes eram mulheres jovens, de 15 a 25 anos de idade (66,6%, e nulíparas (55%. Durante o trabalho de parto, elas permaneceram com o acompanhante (94,1% e receberam cuidados para o relaxamento e o conforto. A taxa de episiotomia foi de 2,4%. Não houve óbitos maternos e neonatais. Os casos de asfixia neonatal representaram 0,2% dos nascidos vivos. As transferências para o hospital corresponderam a 2,8% das mulheres no pós-parto e 8,5% entre os neonatos. A maioria dos resultados encontrados foi semelhante aos descritos nas pesquisas brasileiras e internacionais acerca da assistência em centros de parto.El objetivo de este estudio fue describir los resultados maternos y neonatales de la asistencia en la Casa de Parto David Capistrano Filho. Investigación exploratoria y descriptiva con enfoque cuantitativo, que analizó 458 registros clínicos de los partos normales y nacimientos en el período de Enero de 2008 a Diciembre de 2009. Las mujeres embarazadas eran mujeres jóvenes, entre 15 y 25 años de edad (66,6%, y nulíparas (55%. Durante el trabajo de parto, ellas recibieron dieta oral (100%, permanecieron con el acompañante (94,1% y recibieron cuidados para la relajación y confort. La tasa de episiotomía fue del 2,4%. No hubo óbitos maternos y neonatales. Los casos de asfixia neonatal representaron 0,2% de los neonatos. Los traslados para el hospital correspondieron a 2,8% de las mujeres en el postparto y a 8,5% entre los recién nacidos. La mayoría de los resultados fueron similares a los descritos en las investigaciones brasileñas e internacionales a cerca de la asistencia en centros de nacimientos.The purpose of this

  14. Prevalence of urinary incontinence and pelvic floor muscle dysfunction in primiparae two years after cesarean section: cross-sectional study Prevalência de incontinência urinária e disfunção muscular do assoalho pélvico em primíparas dois anos após parto cesárea: estudo transversal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angélica Mércia Pascon Barbosa

    2013-04-01

    . TIPO DE ESTUDO E LOCAL Estudo transversal conduzido em universidade pública. MÉTODOS Foram selecionadas 220 mulheres dois anos após parto cesáreo eletivo ou parto vaginal. Foram avaliados sintomas de incontinência urinária e disfunção muscular do assoalho pélvico por palpação digital e perineômetro. RESULTADOS A prevalência de incontinência urinária dois anos após parto vaginal e cesárea foi de 17% e 18,9% respectivamente. O único fator de risco para disfunção muscular do assoalho pélvico foi o ganho de peso durante a gestação. Índice de massa corporal inferior a 25 kg/m 2 e disfunção muscular do assoalho pélvico normal foram fatores de proteção contra incontinência urinária. Incontinência urinária na gestação aumentou o risco de incontinência urinária dois anos pós-parto. CONCLUSÃO Incontinência urinária gestacional foi um precursor crucial de incontinência urinária pós-parto. O ganho de peso durante a gestação aumentou o risco posterior de disfunção muscular do assoalho pélvico e o parto cesárea eletivo não foi uma ação de prevenção para a incontinência urinária.

  15. Uso do Verapamil em Gestantes Hipertensas Crônicas: análise do Fluxo das Artérias Uterinas e Umbilical Use of Verapamil in Chronic Hypertensive Pregnant Women: flow Analysis of Uterine Arteries and Umbilical Artery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcus Jose do Amaral Vasconcellos

    2000-06-01

    Full Text Available Objetivo: este trabalho, utilizando verapamil, um bloqueador dos canais lentos de cálcio, constituiu ensaio clínico randomizado, duplo-cego e placebo controlado, e objetivou procurar variação do fluxo uteroplacentário e fetoplacentário durante uso oral crônico do fármaco em gestantes com hipertensão crônica leve para moderada. Métodos: 123 pacientes divididas em dois grupos: grupo estudo (n = 61, submetidas a 240 mg/dia de verapamil, e grupo controle (n = 62, submetidas ao placebo. As pacientes randomizadas em grupos de quatro utilizaram a medicação ou placebo durante trinta dias. Um exame do fluxo das artérias uterinas e da artéria umbilical pela dopplervelocimetria foi registrado. Pelo cálculo da média e desvio padrão, foram comparados os valores dos índices de resistência (IR e pulsatilidade (IP e da relação sístole/diástole (A/B das artérias em estudo após administração dos comprimidos. Resultados: o grupo verapamil apresentou os seguintes valores médios para as artérias uterinas: IR = 0,82 (0,28, IP de 1,06 (0,12 e A/B de 2,42 (0,51. O grupo placebo mostrou: IR de 0,75 (0,35, IP de 1,00 (0,18 e A/B de 2,30 (0,38. Quando analisada a artéria umbilical, os valores foram para o grupo verapamil: IR = 0,73 (0,12, IP = 1,04 (0,13 e A/B = 2,94 (0,32. No grupo placebo, IR = 0,70 (0,14, IP = 1,03 (0,07 e A/B = 3,02 (0,78. A análise estatística das diferenças das médias por meio da razão F mostrou não haver diferença entre os dois grupos avaliados. Conclusão: este trabalho referenda o uso do verapamil entre gestantes com hipertensão crônica (leve para moderada, pois não oferece prejuízos no fluxo uteroplacentário e fetoplacentário.Purpose: this study, using verapamil, a slow calcium channel blocker, was a randomized, clinical, double blind and placebo controlled trial, whose objective was to observe if there was a uteroplacental and fetoplacental flow variation during its chronic oral use. Methods: 123

  16. Conversas, em família, sobre sexualidade e gravidez na adolescência: percepção das jovens gestantes Family talking about sexuality and pregnancy during adolescence: perceptions of pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Garcia Dias

    2000-01-01

    Full Text Available Apresenta-se uma análise fenomenológica da ambigüidade na tomada de decisão em comportamento sexual de meninas adolescentes que vieram a engravidar. A análise foi contextualizada nas relações informativas e comunicativas entre filhas e pais sobre temas de sexualidade e cuidados contraceptivos. As considerações analíticas foram baseadas em entrevistas com onze adolescentes gestantes e uma jovem mãe, todos de nível sócio-econômico médio baixo, com idade entre 12 e 19 anos. A informação sobre prevenção foi percebida, pelas jovens, como parcial e incompleta e a comunicação mostrou-se prejudicada por falta de confiança no interlocutor preferencial (no caso, a mãe. A rede de apoio, constituída por tias e amigas, mostrou-se falha em apresentar esclarecimentos ou reduzir incertezas. Além de despreparados, os interlocutores apresentaram dificuldades associadas à falta de informação e a não aceitação da sexualidade adolescente. A interpretação destacou três aspectos relacionados com a gravidez na adolescência: 1 reafirmou a liberdade e iniciativa da mulher em relação à sua sexualidade; 2 confirmou a ausência da discussão franca e informada sobre sexualidade; e, 3 mostrou a substituição do mito do amor romântico pela expectativa clara do sexo prazeroso.This study presents a phenomenological analysis of the decision making ambiguity on sexual behavior by adolescent girls who become pregnant. The analysis was grounded in the informative and communicative relationships between daughters and their parents regarding sexuality and contraception care. The analytical considerations were based on 11 interviews with low middle class pregnant adolescents and one young mother, 12 to 19 years old. The analysis showed that the information the adolescents received about sexuality was incomplete, and that the communication process was hindered by lack of trust in those who tried to establish a dialogue with the girls, usually the

  17. Etiologia das infecções intramamárias em vacas primíparas no período pós-parto Etiology of intramammary infections in primiparous cows at postparturition

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Eduardo Pardo

    1998-07-01

    Full Text Available Foram analisadas 664 amostras de leite de 83 vacas primíparas da raça Holandesa. As amostras foram colhidas no primeiro e no sétimo dia após o parto. Das 664 amostras analisadas, 488 (73,50% foram bacteriologicamente negativas e 176 (26,50%, positivas para microrganismos aeróbios. Foi observado um alto índice de mastite clínica (20,48%. Os agentes isolados com maior freqüência foram os Staphylococcus spp coagulase negativo (64,20%, Staphylococcus spp coagulase positivo (8,52%, Streptococcus spp (7,96%, Actinomyces pyogenes (4,55%, Mycoplasma bovigenitalium (3,40% e Escherichia coli (2,84%. Foi observado um maior índice de isolamento de patógenos no primeiro dia (17,62% em relação ao sétimo (8,88%.A total of 664 foremilk samples from 83 Holstein cows were cultured. Quarter samples were collected at parturition and 7 days post the first parturition. From 664 milk samples examined, 488 (73.50% were bacteriologically negative and 176 (26.50% were positive. A high incidence (20.48% of clinical mastitis was observed. The most frequently encountered isolates were coagulase negative staphylococci (64.20%, coagulase positive staphylococci (8.52%, streptococci (7.96%, Actinomyces pyogenes (4.55%, Mycoplasma bovigenitalium (3.40% and Escherichia coli (2.84%. The frequency of mastitis pathogen isolation was highest at parturition (17.62% and decreased markedly during the first week (8.88%.

  18. Efetividade de três esquemas com sulfato ferroso para tratamento de anemia em gestantes The effectiveness of three regimens using ferrous sulfate to treat anemia in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariani Impieri de Souza

    2004-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a efetividade de três esquemas de tratamento utilizando sulfato ferroso em gestantes anêmicas. MÉTODOS: O estudo foi desenvolvido no Centro de Atenção à Mulher do Instituto Materno Infantil de Pernambuco, em Recife, no período de maio de 2000 a dezembro de 2001. Realizou-se um ensaio clínico, aleatório e cego do ponto de vista laboratorial, utilizando comprimidos de 300 mg de sulfato ferroso para administração de 60 mg de ferro elementar. As gestantes foram alocadas em três grupos de tratamento, conforme a freqüência de administração do ferro: uma vez por semana (n =48; duas vezes por semana (n =53; e uma vez ao dia (n =49. Foram comparadas as concentrações de hemoglobina, volume corpuscular médio e ferritina. RESULTADOS: Antes da intervenção, os grupos eram homogêneos e apresentaram as seguintes médias e desvios-padrão nas concentrações de hemoglobina: 10,2 ± 0,5 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso uma vez por semana; 10,2 ± 0,6 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso duas vezes por semana; e 10,1 ± 0,6 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso uma vez ao dia. As médias de volume corpuscular médio foram, respectivamente: 88,5 ± 5,0; 87,6 ± 5,9; e 88,7 ± 5,1 fL. As medianas de ferritina foram 30,2; 37,1; e 52,9 ng/mL. Houve 27% de cura no esquema de uma vez por semana, 34% no grupo tratado duas vezes por semana e 47% no tratamento diário. Houve fracasso terapêutico (hemoglobina OBJECTIVE: To evaluate the effectiveness of three regimens employing ferrous sulfate to treat pregnant women with anemia. METHODS: The study was carried out at the Women's Health Center of the Pernambuco Institute of Maternal and Child Health in the city of Recife, Pernambuco, Brazil, from May 2000 to December 2001. A randomized clinical trial with blinded laboratory analysis was conducted. Iron (60 mg was administered as 300-mg ferrous sulfate tablets. The women were allocated to three treatment

  19. Adherence and side effects of three ferrous sulfate treatment regimens on anemic pregnant women in clinical trials Adesão e efeitos colaterais em ensaio clínico comparando três esquemas de tratamento com sulfato ferroso em gestantes anêmicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariani Impieri de Souza

    2009-06-01

    Full Text Available The objective of this study was to analyze adherence and side effects of three iron supplement regimens (ferrous sulfate on anemic pregnant women. The clinical trial involved 150 women between the 16th and 20th gestational weeks, at low obstetric risk and with hemoglobin concentration of between 8.0 and 11.0g/dL. Treatment was provided by ferrous sulfate with 60mg of elemental iron during 16 (± 1 weeks, in three regimens: single tablet a week (n = 48; single tablet twice a week (n = 53 or single tablet a day (n = 49. The outcomes were adherence, assessed through interviews and by counting tablets, and side effects, according to patient information. The adherence showed a declining trend (92%, 83% and 71%; p = 0.010 and the side effects revealed a growing trend (40%, 45% and 71%; p = 0.002 as the dosage increased. Diarrhea and epigastric pain were significantly associated with the dose administered (p = 0.002. These results suggest that in anemic pregnant women, complaints are directly proportional and the compliance is inversely proportional to the amount of medicinal iron.O objetivo deste estudo foi analisar a adesão e os efeitos colaterais de três esquemas de suplementação com sulfato ferroso em gestantes anêmicas. O ensaio clínico incluiu 150 mulheres entre a 16ª e 20ª semanas de gestação, de baixo risco obstétrico e com concentração de hemoglobina entre 8,0 e 11,0g/dL. A intervenção foi realizada com 60mg de ferro elementar, durante 16 (±1 semanas, em três esquemas: uma drágea semanal (n = 48; uma drágea duas vezes por semana (n = 53 ou uma drágea diariamente (n = 49. Os desfechos foram adesão, verificada por entrevista e contagem das drágeas, e efeitos colaterais auto-relatados pelas pacientes. A adesão apresentou tendência declinante (92%, 83% e 71%; p = 0,010 e os efeitos colaterais, ascendente (40%, 45% e 71%; p = 0,002 com o aumento da dose prescrita. Diarréia e dor epigástrica estiveram significativamente

  20. Identificação imuno-histoquímica de Listeria monocytogenes em placentas fixadas em formol e embebidas em parafina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Schwab Jussara Pires

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar Listeria monocytogenes (Lm em placentas humanas pela técnica de imuno-histoquímica (IHQ e relacionar sua presença com as alterações histológicas encontradas com as alterações histológicas encontradas no exame convencional, com o trimestre gestacional, a idade das gestantes, casos de aborto e parto prematuro e a ocorrência de aborto habitual. MÉTODOS: um estudo retrospectivo foi realizado no setor de patologia de um hospital-escola de Porto Alegre no ano 2000. O material dos blocos de parafina de 254 placentas (exames anatomopatológicos, provenientes de aborto, de parto prematuro e de nascimento a termo, foi analisado pela técnica histológica convencional com a coloração de hematoxilina e eosina (HE. A técnica de IHQ foi realizada no material de 148 exames anatomopatológicos, que apresentaram alterações inflamatórias, hemorragia, necrose e trombose, utilizando anticorpo policlonal Rabbit A "Listeria monocytogenes" B65420R (Biodesign® na diluição 1:1000 e complexo avidina-biotina-estreptavidina. O teste c² foi aplicado para a análise estatística. RESULTADOS: a presença de Lm foi identificada em 33,7% das placentas analisadas pela técnica IHQ. Corioamnionite e vilite foram as alterações inflamatórias que estiverem associadas a diferença significativa nas placentas positivas. Lm esteve presente nas placentas de 1º, 2º e 3º trimestre gestacional. Não houve associação entre idade das gestantes, casos de aborto e/ou parto prematuro e a presença ou ausência de Lm nas placentas. Abortos habituais ocorreram em pacientes com ou sem Lm no tecido placentário. CONCLUSÃO: a técnica de IHQ pode ser utilizada para confirmar o diagnóstico histopatológico de listeriose em todos os trimestres gestacionais.

  1. Influência do consumo alimentar na gestação sobre a retenção de peso pós-parto Influencia del consumo alimentario en la gestación sobre la retención de peso post-parto Influence of dietary intake during gestation on postpartum weight retention

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Bortoletto Martins

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a influência da alimentação durante a gestação sobre a retenção de peso pós-parto. MÉTODOS: Foram acompanhadas 82 gestantes adultas e saudáveis que iniciaram o pré-natal em serviço público de saúde no Município de São Paulo, SP, entre abril e junho de 2005. As medidas de peso e estatura foram aferidas na primeira entrevista (até 16 semanas de gestação e a medida de peso foi repetida em visita domiciliar 15 dias após o parto. O Recordatório de 24 horas foi usado para avaliar o consumo alimentar e foi aplicado nos três trimestres da gestação. Foi calculado o consumo médio de gordura saturada, fibras, açúcar adicionado, refrigerantes, alimentos processados, frutas, verduras e legumes, e a densidade energética da dieta. A retenção de peso foi obtida pela diferença entre a medida de peso pós-parto e a primeira medida realizada. A influência da alimentação sobre a retenção de peso pós-parto foi avaliada por meio de análise de regressão linear múltipla e foi realizado o teste para tendência linear. As variáveis utilizadas para ajuste do modelo foram: índice de massa corporal no início da gestação, estatura, renda familiar per capita, tabagismo, idade e escolaridade. RESULTADOS: O índice de massa corporal inicial médio foi de 24 kg/m² e a retenção média de peso foi de 1,9 kg. O aumento do consumo de gordura saturada (p = 0,005 e alimentos processados (p = 0,014 elevou de forma significativa a retenção de peso pós-parto, após ajuste pelas variáveis de controle. As demais variáveis de consumo alimentar não apresentaram relação significativa com a variável desfecho. CONCLUSÕES: O maior consumo de alimentos não saudáveis, como alimentos processados, e de gordura saturada influencia a elevação da retenção de peso pós-parto.OBJETIVO: Evaluar la influencia de la alimentación durante la gestación sobre la retención de peso post-parto. MÉTODOS: Fueron acompañadas 82

  2. Estudo da soroprevalência do AgHBs em gestantes da 15ª Regional de Saúde e da imunoprofilaxia para os recém-nascidos das gestantes AgHBs positivo - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v30i1.4394 Study into the HBsAg seroprevalence in pregnant women from the 15th Health Regional and the immunoprophylaxia on the newborns of these HBsAg-positive women - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v30i1.4394

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dennis Armando Bertolini

    2008-07-01

    Full Text Available Determinar a prevalência do AgHBs nas gestantes da 15ª Regional de Saúde (15ª R.S. atendidas no Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac, Universidade Estadual de Maringá, e verificar se foi solicitada a imunoprofilaxia para hepatite B aos recém-natos das gestantes AgHBs positivo, no período de janeiro de 1998 a dezembro de 2002. A pesquisa do AgHBs foi realizada pela técnica imunoenzimática IMxHBsAg e Axsym HBsAg (Laboratório Abbott. As solicitações de imunobiológicos especiais para a imunoprofilaxia da hepatite B ao CRIE foram obtidas na Seção de Epidemiologia da 15ª R.S. Foram analisadas 12.274 gestantes e a prevalência do AgHBs foi de 1,0%. Dentre as 125 gestantes AgHBs positivo, foram solicitadas imunoprofilaxia para 32 (25,6% recém-nascidos. Ainda que a prevalência encontrada indique ser esta uma área de baixa endemicidade, os resultados reafirmam a importância da realização do diagnóstico da hepatite B no atendimento pré-natal, para adoção da imunoprofilaxia no recém-nascido.To determine HBsAg prevalence among pregnant women from the 15th Health Regional assisted in the Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac, Universidade Estadual de Maringá, and verify whether immunoprophylaxis with vaccine and immunoglobulin was requested for the newborns of HBsAg-positive women during the period from January 1998 to December 2002. The research about HBsAg was conducted using the immunoenzymatic IMxHBsAg (Abbot Lab and Axsym HBsAg (Abbot Lab techniques. The requests to the CRIE for special immunobiologic agents for Hepatitis B immunoprophylaxis were obtained in the Department of Epidemiology from the 15th Health Regional. The analysis includes 12,274 pregnant women, and the HBsAg prevalence was 1.0%. Among 125 HBsAg positive pregnant women, immunoprophylaxis was requested for 32 (25.6% newborns. Although the prevalence detected demonstrates this to be a low endemic area, the

  3. Medida da espessura do segmento uterino inferior em gestantes com cesárea prévia: análise da reprodutibilidade intra- e interobservador por ultra-sonografia bi- e tridimensional Lower uterine segment thickness measurement in pregnant women with previous caesarean section: intra- and interobserver reliability analysis using bi- and tridimensional ultrasonography

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Abreu Barra

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a reprodutibilidade intra- e interobservador da medida da espessura total do segmento uterino inferior (SUI, por via abdominal, e da medida da camada muscular, por via vaginal, usando ultra-sonografia bi- e tridimensional. MÉTODOS: foi estudada a medida da espessura do SUI de 30 gestantes com cesárea anterior, entre a 36ª e a 39ª semanas, por dois observadores. Foi efetuada abordagem ultra-sonográfica abdominal com a paciente em posição supina e vaginal em posição de litotomia. No corte sagital, foi identificado SUI e foram coletadas quatro imagens bidimensionais e dois blocos tridimensionais da espessura total por via abdominal e o mesmo da camada muscular por via vaginal. As aquisições tridimensionais foram manipuladas no modo multiplanar. O tempo foi cronometrado. A reprodutibilidade foi avaliada pelo cálculo da diferença absoluta entre todas as medidas, proporção de diferenças menores que 1 mm, coeficiente de correlação intraclasse (ICC e limites de concordância de Bland e Altman. RESULTADOS: a medida da espessura média do SUI por via abdominal bidimensional foi de 7,4 mm e, por via vaginal, de 2,7 mm; a tridimensional foi 6,9 mm abdominal e 5,1 mm vaginal. Reprodutibilidade intra- e interobservador da via vaginal versus abdominal: menor diferença absoluta (0,2-0,4 versus 0,8-1,5 mm, maior proporção de diferenças (85,8-97,8 versus 48,7-72,8% com p0,05 e menores limites de concordância (-3,8 a 3,4 versus -3,6 a 4 mm para ultra-sonografia tridimensional e ICC semelhantes (0,6-0,9 versus 0,7-0,9. CONCLUSÕES: do exposto, concluímos que a medida da espessura da camada muscular do SUI por via vaginal utilizando a ultra-sonogafia tridimensional é mais reprodutível. Nossos resultados, porém, não indicam que essa medida tenha implicação clínica para predição de rotura uterina, que não foi objeto deste estudo. O único trabalho que correlacionou a espessura do SUI com risco de rotura uterina, sem

  4. Body condition at calving and milk yield on reproductive performance of lactation holstein cows Condição corporal ao parto e produção de leite sobre o desempenho reprodutivo de vacas holandesas em lactação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Pereira

    2010-09-01

    ção corporal (Categoria 1, igual ou menor que -0,50 e Categoria 2, igual ou maior que -0,75 e à média da produção de leite ajustada para 3,5% aos 150 dias (Grupo 1 = 22,61 e Grupo 2 = 31,65 kg/dia. Não houve diferenças da condição corporal ao parto e da produção de leite ajustada para 3,5% sobre o intervalo parto primeiro estro, intervalo parto primeiro serviço, período de serviço, número de serviço / concepção e taxa de gestação aos 150 dias de lactação. Vacas que ao parto apresentaram média de escore de condição corporal de 3,40 e 2,79 tiveram semelhante desempenho reprodutivo pós-parto. Em relação à produção de leite ajustada para 3,5%, vacas com produção média de 22,61 e 31,65 apresentaram similares resultados. A mudança de condição corporal não influenciou o intervalo parto primeiro serviço, o período de serviço e o número de serviço por concepção, mas apresentaram maior intervalo parto primeiro estro e menor taxa de gestação.

  5. Consumo de frutas, verduras e legumes por gestantes adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônia Caroline Diniz Brito

    2016-11-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar o estado nutricional e os fatores associados ao consumo alimentar de frutas, verduras e legumes por gestantes adolescentes atendidas em um serviço público de referência para assistência pré-natal. Métodos: Estudo transversal e analítico, com 73 gestantes adolescentes de 10 a 19 anos, atendidas no Núcleo de Assistência ao Adolescente (NASA do Hospital Materno Infantil, em São Luís, Maranhão. Utilizou-se o Questionário de Frequência de Consumo Alimentar (QFCA, medidas antropométricas (peso, altura, índice de massa corporal - IMC - pré-gravídico e gravídico e questionário socioeconômico. As variáveis dependentes foram o consumo de frutas, verduras e legumes, e as independentes foram escolaridade, estado civil, raça, renda, situação demográfica, dados gestacionais e antropométricos. Resultados: Observou-se que 39,7% apresentaram IMC pré-gestacional de desnutrição, 50,7% de eutrofia, e menos de 10% sobrepeso ou obesidade. Para o IMC gestacional, os valores se alteraram, com 27,4% das gestantes desnutridas, 57,5% eutróficas e 15,1% com sobrepeso. Observou-se que os maiores percentuais de adequação para o consumo de frutas, verduras e legumes foram em adolescentes casadas ou em união estável (65,4%, que não trabalhavam (92,3% e com renda familiar menor que 1 salário mínimo (84,62%. Entretanto, a única associação positiva encontrada com o consumo de frutas, verduras e legumes foi o início do pré-natal. Conclusão: A maior parte das gestantes avaliadas apresentou-se eutrófica, apesar de cerca de um quarto apresentar baixo peso durante a gestação. Além disso, elas não consumiam uma dieta balanceada, com uma ingestão abaixo do recomendado de FVL. Entre os fatores relacionados a um melhor consumo de FVL destaca-se o início do acompanhamento pré-natal no primeiro trimestre.

  6. A vivência de mulheres no parto domiciliar e hospitalar La vivencia de mujeres en el parto domiciliar y hospitalario Women experience with home and hospital childbirth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cilene Delgado Crizóstomo

    2007-03-01

    Full Text Available Estudo com abordagem qualitativa, objetivando compreender na vivência das mulheres a experiência do parto normal domiciliar e hospitalar bem como discutir a vivência das mulheres nos dois tipos de partos. Os sujeitos do estudo foram sete mulheres multíparas residentes em Batalha PI, e o instrumento utilizado foi um roteiro semi-estruturado com a técnica da entrevista. Os resultados revelaram que os partos domiciliares vivenciados pelas mulheres aconteceram mais rápido, de forma natural, sem intervenções e assistidos por parteiras ou por suas mães. As posições de preferência durante o parto domiciliar foram na rede e no assento, e os partos hospitalares foram laboriosos, complicados e com intervenções traumáticas. A melhor posição e o melhor local do parto escolhidos pelas entrevistadas foram na rede e o domicílio, respectivamente. Conclui-se que o parto domiciliar foi natural e humanizado, já o parto normal hospitalar foi conduzido pelos profissionais com intervenções sem a participação ativa das parturientes, tornando-o traumático, desumano e de risco.Estudio con abordaje cualitativo, objetivando entender la experiencia de mujeres en parto natural en el domicilio y en el hospital, en cuanto se discute la experiencia de las mujeres en ambos tipos de parto. Los sujetos del estudio fueron siete mujeres multiparas que viven en Batalha - Piauí - Brasil, y los instrumentos usados fueran un guión semi-estructurado con la técnica de la entrevista. Los resultados revelaron que los partos en el domicilio experimentados por las mujeres sucedieron más rápidamente, de una manera natural, sin intervenciones y asistido por parteras o por sus madres. Las posiciones preferidas durante el parto en el domicilio fueron en la red y en el asiento, y los partos en el hospital fueran laboriosos, complicados y con intervenciones traumáticas. La mejor posición y la mejor localización del parto, escogidos por las entrevistadas, fueron la

  7. O acesso à assistência ao parto para parturientes adolescentes nas maternidades da rede SUS Accesibilidad a asistencia del parto para parturientes adolescentes en las maternidades del sistema de salud Accessibility to childbirth attendance for pregnant adolescents in health system's maternities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Santos Barbastefano

    2010-12-01

    Full Text Available Estudo quantitativo, observacional e de delineamento transversal, cujo objetivo foi identificar os fatores que interferem na acessibilidade da gestante ao acompanhamento do parto na rede do Sistema Único de Saúde (SUS na cidade do Rio de Janeiro (RJ. Foi realizado em maternidades da rede SUS-RJ, por meio de entrevista estruturada. A amostra constituiu-se de 328 puérperas adolescentes. As informações foram organizadas em banco de dados, e para análise se utilizou o software EPI INFO versão 6.03, e a razão de prevalência como medida de associação. Os resultados evidenciaram que 40,5% das adolescentes eram negras; 54,9% tinham apenas o ensino fundamental; 91,5% haviam feito pré-natal. O acesso foi considerado insatisfatório em 36,6% dos casos, e 20,7% das puérperas passaram por mais de uma unidade de saúde para parir. Concluiu-se que a assistência à parturiente adolescente ainda necessita de ajustes, de modo a favorecer o acesso destas aos serviços de assistência ao parto.El estudio objectivó identificar los factores que interfieren en la accesibilidad de parturientes adolesacentes a la asistencia del parto en el Sistema de Salud, en la ciudad de Río de Janeiro, Brasil. Estudio cuantitativo, con diseño travesaño y observacional, cumplido en maternidades del Sistema de Salud, a través de entrevista estructurada. La muestra se constituyó de 328 puerperas adolescentes. Los datos fueran organizados en una base de datos, para el análisis subsecuente, con el software EPI INFO versión 6.03. Como medida de asociación se usó la razón de predominio. Los resultados evidenciaron que 40,5% de las adolescentes eran negras; 54,9% tenían la enseñanza fundamental; 91,5% habían tenido la asistencia prenatal. El acceso fue considerado insatisfactorio para 36,6% de ellas, y 20,7% fueron a más de una maternidad para el parto. Concluyese que la asistencia a parturientes adoelscentes necesita de ajustes para favorecer su acceso a los

  8. O discurso de parto de mulheres vivenciando a experiência da primeira gestação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia R. Nozawa

    1996-01-01

    Full Text Available Este trabalho é parte integrante de um estudo realizado junto a um grupo de mulheres, clientes de um centro de saúde escola, que vivenciavam a experiência da primeira gravidez, com o objetivo de desenvolver e avaliar uma ação educativa participante. A ação educativa foi desenvolvida sob a perspectiva de uma relação pedagógica calcada no diálogo e na participação ativa das educandas no processo, assim, o referencial metodológico do estudo inspirou-se na concepção de educação libertadora e na metodologia participativa em pesquisa. Os dados apresentados e a análise realizada referem-se à discussão sobre o parto que apresentou-se como tema central durante todo o processo educativo. Pelo emprego da Análise de Discurso como instrumento de avaliação da ação realizada foi possível identificar o sentido predominantemente negativo de parto no discurso das gestantes, bem como discutir o processo de constituição desse discurso apontando estratégias que promovam a superação de tal significado visando subsidiar a prática educativa realizada por profissionais de saúde junto a esse grupo específico da clientela.This paper is part of a study carried out with a group of women, at a school health centre, experiencing their first gestation. The study aims at developing and evaluating a participative educative action. Such action has been developed from a pedagogic relation perspective based on dialogue and active participation of the women in in the educative process. Thus the methodological framework derived from the concept of freeing education and participation research methodology. Both the data used and analysis perfomed refer to the discussion on delivery - the central issue of the whole educative process. The use of Discourse Analysis as an evaluative tool of the action allowed the identification of the predominantly negative meaning of delivery in the pregnant women's discourse as well as the discussion of the production

  9. Prevalência de HIV em gestantes e transmissão vertical segundo perfil socioeconômico, Vitória, ES Factores asociados a recidiva en hanseníasis en Mato Grosso, Centro-oeste de Brasil HIV prevalence in pregnant women and vertical transmission in according to socioeconomic status, Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Caroline Barbosa Cerqueira Vieira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a prevalência de infecção por HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical, segundo o perfil socioeconômico dos bairros de residência das mães. MÉTODOS: Estudo ecológico exploratório utilizando a base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação de gestantes HIV-positivas e aids em crianças notificadas entre 2000 e 2006 em Vitória, ES. Para análise das informações socioeconômicas foi utilizado o Índice de Qualidade Urbana. A prevalência de HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical foram calculadas. A distribuição espacial dos casos foi realizada no programa Terraview 3.2.0. Para verificar a associação entre a qualidade urbana e a prevalência de HIV em gestantes utilizou-se o modelo de regressão de Poisson. RESULTADOS: Um total de 137 gestantes e 14 crianças infectadas por transmissão vertical foi notificado no período. Sete crianças correspondiam a mães HIV-positivas sem notificação de caso no período analisado. A prevalência de infecção em gestantes no período foi de 0,44% e a taxa de transmissão vertical foi de 9,7%. CONCLUSÕES: A prevalência de infecção por HIV em gestantes e a transmissão vertical associam-se à qualidade urbana do bairro de residência, indicando que os bairros com menor qualidade urbana devem ser priorizados quanto às ações para redução da transmissão vertical.OBJETIVO: Analizar factores asociados a la ocurrencia de recidiva en hanseníasis. MÉTODOS: Estudio retrospectivo caso-control con 159 pacientes mayores de 15 años diagnosticados con hanseníasis en cinco municipios del Estado de Mato Grosso, Centro-oeste de Brasil, cuyas unidades de salud eran consideradas de referencia para el atendimiento. El grupo de casos incluyó 53 individuos con recidiva de 2005 a 2007 y fue comparado con el grupo control (106 con alta por cura en 2005, pareados por sexo y clasificación operacional. Se usaron datos del Sistema de Informaci

  10. Aplicación del proceso enfermero en gestante hemodializada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eloísa Fernández Ordóñez

    Full Text Available Resumen La frecuencia de las gestaciones en mujeres en tratamiento con hemodiálisis está incrementándose en los últimos años. El aumento de fertilidad en estas pacientes se debe a la mejora de la eficacia de la diálisis, junto con el manejo clínico de la insuficiencia renal. Sin embargo, el embarazo de las pacientes hemodializadas sigue siendo un reto, debido a frecuentes complicaciones como la preeclampsia, la prematuridad severa, el polihidramnios, etc. Actualmente, se constata el ascenso de la tasa de supervivencia fetal y la disminución de la morbi-mortalidad materno-fetal. Presentamos el caso de una gestante en tratamiento con hemodiálisis que presenta una amenaza de parto prematuro a la 27+2 semanas de gestación. Se han formulado diagnósticos enfermeros siguiendo la taxonomía NANDA-NOC-NIC, con la finalidad de visibilizar la necesidad de un adecuado plan de cuidados en estas pacientes.

  11. Associação entre as orientações pré-natais em aleitamento materno e a satisfação com o apoio para amamentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivianne Cavalcanti do Nascimento

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar a associação entre orientações pré-natais em aleitamento materno e a satisfação das gestantes com o apoio recebido para amamentar. MÉTODOS: estudo transversal realizado no município do Rio de Janeiro, Brasil, com amostra representativa de 461 gestantes acompanhadas nos 15 hospitais com mais de 1000 partos/ano do Sistema Único de Saúde. Sete desses hospitais eram credenciados na Iniciativa Hospital Amigo da Criança e oito não. As razões de prevalência (RP da satisfação foram obtidas por modelo de regressão de Poisson com variância robusta, segundo modelo hierarquizado. RESULTADOS: ficaram satisfeitas com o apoio recebido para amamentar 62,0% das gestantes. As variáveis associadas ao desfecho na análise múltipla foram ter recebido orientação sobre como amamentar (RP=1,77; IC95%: 1,38-2,28, ter recebido orientação sobre livre demanda (RP=1,52; IC95%: 1,22-1,88, ter recebido orientação sobre não uso de mamadeira e outros leites (RP=1,35; IC95%: 1,15-1,58 e a qualidade do acompanhamento pré-natal segundo a percepção da gestante (RP=1,22; IC95%: 1,08-1,38. CONCLUSÕES: a satisfação da gestante com o apoio recebido para amamentar não variou segundo as características sociodemográficas da mulher, porém se associou a orientações pré-natais sobre aleitamento materno, ressaltando a importância da qualidade da assistência.

  12. Prevalência do uso de drogas de abuso por gestantes

    OpenAIRE

    Kassada,Danielle Satie; Marcon,Sonia Silva; Pagliarini,Maria Angélica; Rossi,Robson Marcelo

    2013-01-01

    OBJETIVO: Determinar a prevalência do uso de drogas de abuso por gestantes. MÉTODO: Estudo transversal que incluiu 394 gestantes usuárias de serviço de atenção primária. A variável dependente foi o uso de drogas de abuso durante a gestação e as variáveis independentes foram: socioeconômicas e obstétricas. RESULTADOS: A prevalência do uso de drogas ilícitas entre gestantes foi de 18,28%. A regressão logística multivariada indicou como variáveis significativas: anos de estudo, participação em g...

  13. A inserção do acompanhante de parto nos serviços públicos de saúde de Santa Catarina, Brasil

    OpenAIRE

    Bruggemann, Odalea Maria; Oliveira, Maria Emilia de; Martins, Haimee Emerich Lentz; Alves, Marcela Caetano; Gayeski, Michele Edianez

    2013-01-01

    Pesquisa descritiva, quantitativa, que objetivou descrever a inserção do acompanhante de escolha da parturiente durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato nos serviços vinculados ao Sistema Único de Saúde que prestam assistência ao parto em Santa Catarina/Brasil, e identificar os aspectos que facilitaram e dificultaram esse processo. A população foi composta pelos 138 serviços do estado. Os dados foram coletados de maio/2010 a junho/2011, por meio de questionário enviado aos dire...

  14. Resultados maternos e neonatais em Centro de Parto Normal peri-hospitalar na cidade de São Paulo, Brasil Resultados maternos y neonatales en un Centro de Parto Normal perihospitalario en la ciudad de São Paulo, Brasil Maternal and perinatal outcomes of an alongside hospital Birth Center in the city of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Fagundes Lobo

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo foi descrever os resultados maternos e perinatais da assistência no Centro de Parto Normal Casa de Maria (CPN-CM, na cidade de São Paulo. A amostra probabilística foi de 991 parturientes e seus recém-nascidos, assistidos entre 2003 e 2006. Os resultados mostraram que 92,2% das parturientes tiveram um acompanhante de sua escolha e as práticas mais utilizadas no parto foram banho de aspersão ou imersão (92,9%, amniotomia (62,6%, deambulação (47,6%, massagem de conforto (29,8% e episiotomia (25,7%. Com relação aos recém-nascidos, 99,9% apresentaram índice de Apgar = 7 no quinto minuto; 9,3% receberam aspiração das vias aéreas superiores; nenhum necessitou ser entubado; e 1,4% foram removidos para o hospital. O modelo de assistência praticado no CPN-CM apresenta resultados maternos e perinatais esperados para mulheres com baixo risco obstétrico, sendo alternativa segura e menos intervencionista no parto normal.El objetivo fue describir los resultados de la atención materna y perinatal en el Centro de Parto Normal Casa de María (CPN-CM, en la ciudad de São Paulo, Brasil. La muestra probabilística se constituyó de 991 madres y sus recién nacidos, atendidos entre 2003 y 2006. Los resultados mostraron que 92,2% de las madres tenía un acompañante de su elección y las prácticas más utilizadas en el parto fueron el baño de aspersión o inmersión (92,9%, la amniotomía (62,6%, ambulación (47,6%, masaje de confortación (29,8% y episiotomía (25,7%. Con respecto a los recién nacidos, el 99,9% presentaba índice de Apgar = 7 en el minuto cinco, el 9,3% recibió aspiración de las vías aéreas superiores, ninguno necesitó ser entubado y el 1,4% fue trasladado a un hospital. El modelo de atención practicado en el CPN-CN presenta resultados maternos y perinatales esperados para mujeres con bajo riesgo obstétrico, demostrando ser una alternativa segura y menos invasiva en el parto normal.The aim of this study was to

  15. Descriptive study of HTLV infection in a population of pregnant women from the state of Pará, Northern Brazil Estudo descritivo da infecção pelo HTLV em uma população de gestantes do Estado do Pará, norte do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Guilhon Sequeira

    2012-08-01

    á, Norte do Brasil. MÉTODOS: 13,382 gestantes foram submetidas à triagem para HTLV durante o pré-natal, e aquelas com sorologia alterada para anti-HTLV foram submetidas ao teste de Western Blot (WB, para confirmar e discriminar portadoras do HTLV-1 e do HTLV-2. RESULTADOS: A soroprevalência do HTLV na população de gestantes foi de 0,3%, sendo o HTLV-1 identificado em 95,3% das pacientes. O perfil demográfico das portadoras do HTLV foi de: mulheres com idade entre 20-40 anos (78,4%; residentes na região metropolitana de Belém (67,6% e com nível educacional igual ao ensino médio (56,8%. Outras variáveis relacionadas à infecção foram: início das relações sexuais compreendido entre 12-18 anos (64,9%, e ter sido aleitada mais de 6 meses (51,4%. A maior parte das mulheres estudadas teve ao menos duas gestações anteriores (35,1%; e nenhum aborto (70,3%. Co-infecções (sífilis e HIV foram descritas em 10,8% (4/37 das gestantes. A soroprevalência da infecção pelo HTLV em gestantes atendidas em Unidades Básicas de Saúde do Estado do Pará, Norte do Brasil foi de 0,3% semelhante à descrita em outros estudos brasileiros. As variáveis relacionadas com a infecção são indicadores importantes na identificação de gestantes com maior tendência a soropositividade pelo HTLV, sendo uma estratégia de controle e prevenção, evitando a transmissão vertical.

  16. Uso da eletroestimulação transcutânea para alívio da dor durante o trabalho de parto em uma maternidade-escola: ensaio clínico controlado The use of transcutaneous nerve stimulation for pain relief during labor in a teaching hospital: a randomized controlled trial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Augusta de Orange

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar os desfechos maternos e neonatais de acordo com a aplicação ou não de estimulação elétrica transcutânea (EET para alívio da dor do trabalho de parto antes da instalação da técnica combinada (raquianestesia + peridural. MÉTODOS: realizou-se ensaio clínico, randomizado, aberto, envolvendo 22 parturientes, com gestação a termo e feto único em apresentação cefálica, atendidas em hospital-escola de nível terciário em Recife, Brasil. Estas pacientes foram randomizadas para receber ou não EET antes da instalação da anestesia combinada (raquianestesia + anestesia peridural para analgesia de parto. Avaliaram-se a intensidade da dor pela escala analógica visual (EAV, o tempo transcorrido entre a avaliação inicial e a necessidade de instalação da anestesia combinada, a duração do trabalho de parto, a freqüência de cesariana e parto instrumental, os escores de Apgar e a freqüência de hipóxia neonatal. Para análise estatística, foram utilizados os testes de Mann-Whitney e exato de Fisher, considerando-se o nível de significância de 5%. RESULTADOS: o tempo decorrido entre a avaliação da dor da parturiente e a necessidade de instalação da técnica combinada foi significativamente maior no grupo da EET (mediana de 90 minutos quando comparado ao grupo controle (mediana de 30 minutos. A duração do trabalho de parto foi similar nos dois grupos (em torno de seis horas. Não houve diferença na evolução dos escores de EAV durante o trabalho de parto. A freqüência de cesariana foi de 18,2% nos dois grupos. Apenas um parto foi ultimado a fórcipe, no grupo controle. A mediana do escore de Apgar no quinto minuto foi 10, não se encontrando nenhum caso de hipóxia neonatal. CONCLUSÕES: a aplicação de EET foi efetiva em retardar a instalação da anestesia combinada para manter analgesia satisfatória durante o trabalho de parto, porém não apresentou efeito significativo sobre a intensidade da

  17. La condición materna y el ejercicio en la gestación favorecen el bienestar del hijo y el parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    DORA PATRICIA SUÁREZ LEAL

    2008-12-01

    Full Text Available El estudio tuvo como objetivo descubrir el significado del ejercicio físico en la etapa prenatal a partir de las creencias y prácticas que tienen las gestantes del programa de control prenatal de la ESE Hospital San Rafael de Girardot. El diseño fue cualitativo, de tipo etnográfico, basado en la etnoenfermería de la teoría transcultural de Leininger. Se utilizó la entrevista etnográfica y el análisis etnográfico de Spradley; se realizaron en promedio tres entrevistas con cada una de las 8 informantes, hasta que hubo saturación de la información recibida. La muestra estuvo representada por la calidad de información brindada. A partir del análisis a profundidad se construyeron tres dominios y taxonomías: 1. Condición materna, 2. Condiciones del hijo por nacer, 3. El parto. El estudio reveló que el ejercicio físico es una forma como las mujeres gestantes se preparan para el parto; estas mujeres tienen diversas prácticas y creencias sobre el ejercicio físico prenatal, influenciadas por su contexto cultural, y le asignan al ejercicio un significado propio. Para las gestantes el ejercicio físico es cualquier actividad que se realice a diario, incluyendo los quehaceres del hogar y el caminar. Es por medio del ejercicio que preparan el cuerpo para el parto. Se mostró que ellas tienen formas diferentes de interpretar y de practicar el ejercicio físico durante el embarazo y que es necesario que el profesional de la salud no lo desconozca para lograr brindar un cuidado congruente con la cultura de las mujeres gestantes.

  18. Desempenho e digestibilidade dos nutrientes de rações com casca do grão de soja em substituição ao milho para cabras Saanen em lactação e no pré-parto Performance and nutrients digestibility of rations with soybean hulls as a corn ground replacement for Saanen goats, in prepartum and lactation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maximiliane Alavarse Zambom

    2008-07-01

    Full Text Available Objetivou-se com este experimento avaliar o desempenho produtivo, a digestibilidade da matéria seca e dos nutrientes e a composição do leite de cabras Saanen alimentadas com rações contendo casca do grão de soja (CGS em substituição ao milho (0, 50 ou 100%CGS no período da lactação até o pré-parto (30 dias. Foram utilizadas 18 cabras (75,70 ± 10,59 kg em delineamento inteiramente casualizado. As dietas apresentaram em média 14,82% PB e 2,28 Mcal de EM/kg MS ingerida. Os animais foram mantidos confinados em baias individuais com controle diário da ração ingerida e da produção de leite. No 150º dia de lactação, e também no 20º dia anterior à data prevista para o parto, iniciou-se a coleta de fezes para determinação da digestibilidade da ração e dos nutrientes. Mensalmente, foram coletadas amostras de leite para análise dos principais constituintes. Os níveis de CGS não influenciaram o peso corporal (PC, as ingestões de matéria seca (IMS e matéria orgânica (IMO, a digestibilidade de matéria seca (DMS, matéria orgânica (DMO e proteína bruta (DPB para produção de leite, a eficiência de produção de leite e a composição do leite no período de lactação. Também não afetaram o PC e as digestibilidades de MS e MO no período pré-parto. Os níveis de CGC influenciaram as ingestões de proteína bruta e fibra em detergente neutro e a digestibilidade da fibra em detergente neutro nos dois períodos avaliados. No período pré-parto, os maiores resultados para ingestão de MS e MO, digestibilidade da PB e nitrogênio uréico no plasma foram obtidos no nível de 100%CGS. A utilização de casca do grão de soja em substituição ao milho moído na alimentação de cabras Saanen em lactação não altera o desempenho produtivo e a composição do leite.This experiment was carried out to evaluate productive performance, dry matter and nutrient digestibility, and milk composition of Saanen goats fed rations

  19. Efeito da adição de clonidina subaracnóidea à solução anestésica de sufentanil e bupivacaína hiperbárica ou hipobárica para analgesia de parto Efecto de la adición de clonidina subaracnoidea a la solución anestésica de sufentanil y bupivacaína hiperbárica o hipobárica para la analgesia de parto Effects of the addition of subarachnoid clonidine to the anesthetic solution of sufentanil and hyperbaric or hypobaric bupivacaine for labor analgesia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Cristina Tebaldi

    2008-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Adição de clonidina subaracnóidea (±-agonista prolonga a ação analgésica da combinação sufentanil e bupivacaína isobárica em analgesia combinada para o trabalho de parto ¹. O objetivo deste estudo foi comparar a qualidade de analgesia e a prevalência de efeitos colaterais após a adição de clonidina subaracnóidea à solução anestésica em gestantes durante trabalho de parto. MÉTODO: Após aprovação da Comissão de Ética, 22 gestantes em trabalho de parto receberam aleatoriamente no espaço subaracnóideo 2,5 mg de bupivacaína hiperbárica 0,5% (grupo CLON/HIPER; n = 11 ou 2,5 mg de bupivacaína isobárica 0,5% (grupo CLON/ISO; n = 11 em associação ao sufentanil 2,5 µg e à clonidina 30 µg. A dor avaliada pela Escala Analógica Visual, a freqüência cardíaca e a pressão arterial média foram estudadas a cada 5 minutos nos primeiros 15 minutos e, a seguir, a cada 15 minutos até o nascimento. Foi avaliada a prevalência de efeitos colaterais (náusea, vômito, prurido e sedação. O estudo foi encerrado no momento em que foi necessária complementação analgésica peridural (dor > 3 cm ou ao nascimento. A análise estatística foi realizada pelos testes t de Student, Qui-quadrado, Fisher e ANOVA de duas vias para medidas repetidas, considerando como significativo p JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La adición de la clonidina subaracnoidea (±-agonista, prolonga la acción analgésica de la combinación sufentanil y bupivacaína isobárica en analgesia combinada para el trabajo de parto ¹. El objetivo de este estudio fue comparar la calidad de analgesia y la prevalencia de los efectos colaterales, después de la adición de clonidina subaracnoidea a la solución anestésica en gestantes durante el parto. MÉTODO: Después de la aprobación de la Comisión de Ética, 22 gestantes en trabajo de parto recibieron aleatoriamente en el espacio subaracnoideo 2,5 mg de bupivacaína hiperbárica 0

  20. Humanização e eqüidade na atenção ao parto em município da região Sul do Brasil Humanização e eqüidade na atenção ao parto em município da região Sul do Brasil Humanization and equity in labor care in a Southern Brazilian city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Eriko Ishida Nagahama

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar fatores associados à qualidade da atenção e possíveis predisponentes de iniqüidades no cuidado ao parto, a partir das características sócio-demográficas e obstétricas de mulheres atendidas em dois hospitais vinculados ao Sistema Único de Saúde no município de Maringá-Paraná. MÉTODOS: Estudo transversal, conduzido mediante pesquisa em prontuário hospitalar e entrevistas com 569 puérperas. Sete indicadores de qualidade classificaram a assistência em excelente, boa, regular e insatisfatória. Utilizou-se o teste Qui-quadrado para estabelecer associação entre variáveis. RESULTADOS: As mulheres eram jovens, com companheiro fixo, ensino médio completo, sem atividade econômica remunerada e de baixo nível sócio-econômico. A iniqüidade no cuidado foi marcada pela oferta desigual dos procedimentos que qualificam a atenção, determinada por fatores individuais, contextuais e, especialmente, relacionada às práticas assistenciais. CONCLUSÃO: Três características compuseram o perfil da parturiente que se beneficiou de atenção mais qualificada: ter menos de 19 anos, ensino médio completo e não ter antecedentes de cesariana.OBJETIVOS: Identificar los factores asociados a la calidad de la atención y posibles predisponentes de inequidades en el cuidado del parto, a partir de las características socio-demográficas y obstétricas de mujeres atendidas en dos hospitales vinculados al Sistema Único de Salud en el municipio de Maringá-Paraná. MÉTODOS: Se trata de un estudio transversal, efectuado mediante una investigación en la historia clínica hospitalaria y entrevistas a 569 puérperas. Siete indicadores de calidad clasificaron la asistencia como excelente, buena, regular e insatisfactoria. Se utilizo el test Chi-cuadrado para establecer la asociación entre variables. RESULTADOS: Las mujeres eran jóvenes, con pareja fija, con secundaria completa, sin actividad económica remunerada y de bajo

  1. Prevenção do parto prematuro: emprego do toque vaginal e da ultra-sononografia transvaginal Prevention of preterm birth: use of digital examination and transvaginal ultrasonography

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlete Ayako Yamasaki

    1998-07-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar o colo uterino por meio do toque vaginal e da ultra-sonografia transvaginal em gestantes de risco elevado para o parto prematuro. Métodos: durante o período compreendido entre fevereiro de 1995 e setembro de 1997 foram acompanhadas 38 gestantes com elevado risco para o parto prematuro entre a 20ª e 36ª semana de gestação. Estas pacientes foram submetidas semanalmente ao toque vaginal e ao exame ultra-sonográfico transvaginal. O toque vaginal avaliou o colo uterino quanto a dois parâmetros: comprimento e dilatação. A ultra-sonografia transvaginal estudou o comprimento e o diâmetro anteroposterior do colo uterino. Foram analisados os comportamentos destas medidas cervicais ao longo da gestação. Os dois métodos foram comparados quanto à avaliação cervical e à acurácia no diagnóstico do parto prematuro. Resultados: a incidência de partos prematuros foi de 18,4% (7/38. As medidas do comprimento cervical obtidas pela ultra-sonografia foram sempre maiores em relação às medidas obtidas pelo toque vaginal. Mediante análise pelo teste de hipóteses foram observadas uma relação indireta entre o comprimento cervical e a idade gestacional por meio do toque e do estudo ultra-sonográfico (pObjective: to evaluate the uterine cervix by digital and transvaginal ultrasound examinations in pregnant women at high risk of having premature delivery. Methods: during the period between February 1995 and September 1997, 38 pregnant women at high risk of having premature delivery between the 20th and 36th week of gestation were examined. These patients were submitted weekly to both digital and transvaginal ultrasound examinations. The digital examination evaluated the uterine cervix using two parameters: length and dilation. The transvaginal ultrasound studied the length and the anteroposterior diameter of the uterine cervix. The behavior of these cervical measurements was analyzed throughout the pregnancies. The two methods

  2. Ultrassonografia do colo uterino versus índice de Bishop como preditor do parto vaginal Cervical ultrasonography versus Bishop score as a predictor of vaginal delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Richelmy Brazil Frota Aragão

    2011-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a acurácia da mensuração ultrassonográfica transvaginal do colo uterino com o escore de Bishop para predição do parto vaginal após indução do trabalho de parto com misoprostol a 25 mcg. MÉTODOS: realizou-se estudo de validação de técnica diagnóstica com 126 gestantes com indicação para indução do trabalho de parto, as quais foram avaliadas pelo escore de Bishop e por ultrassonografia transvaginal para mensuração cervical. As pacientes foram submetidas, também, à ultrassonografia obstétrica transabdominal para avaliação da estática, pesos fetais e índice de líquido amniótico, e à cardiotocografia basal para avaliação da vitalidade fetal. Procedeu-se à indução do trabalho de parto com misoprostol vaginal e sublingual, um dos comprimidos contendo 25 mcg da droga e o outro apenas placebo. Os comprimidos foram administrados a cada seis horas, em um número máximo de oito. Construíram-se tabelas de distribuição de frequência e calcularam-se medidas de tendência central e de dispersão. Curvas ROC foram construídas para avaliação do escore de Bishop e da medida ultrassonográfica do colo uterino para predição de parto vaginal. RESULTADOS: obteve-se uma área sob a curva ROC de 0,5 (p=0,8 para medição do colo uterino pela ultrassonografia transvaginal, enquanto a curva ROC do escore de Bishop (ponto de corte ³4 apresentou área de 0,6 (p=0,02. O escore de Bishop ³4 apresentou sensibilidade de 56,2% e especificidade de 67,9% para predição de parto vaginal, com razão de verossimilhança positiva de 1,75 e negativa de 0,65. CONCLUSÕES: a medida ultrassonográfica transvaginal do colo uterino não foi boa preditora da evolução para parto vaginal em pacientes com trabalho de parto induzido com misoprostol. O escore de Bishop foi melhor preditor para parto vaginal nestas circunstâncias.PURPOSE: to compare the accuracy of transvaginal ultrasonographic measurement of the uterine cervix

  3. Parto no domicílio na voz das mulheres : uma perspectiva à luz da humanização

    OpenAIRE

    Kruno, Rosimery Barão; Bonilha, Ana Lúcia de Lourenzi

    2004-01-01

    Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, cujo objetivo foi conhecer as vivências, preparação, sentimentos e motivações de mulheres que optaram por partos domiciliares. Participaram da pesquisa dez mulheres que tiveram, pelo menos, uma experiência de parto domiciliar, em Porto Alegre, nos últimos cinco anos. As informações foram coletadas por entrevista semi-estruturada e analisadas segundo a proposta de Minayo. Os dados indicam que as mulheres que optaram por partos domiciliares não ac...

  4. Avaliação da assistência ao parto em maternidade terciária do interior do Estado de São Paulo, Brasil Evaluation of delivery care in a tertiary maternity in the interior of State of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Cristina Manzini

    2009-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a estrutura e o processo de assistência ao parto e ao recém-nascido desenvolvidos na maternidade e na unidade de neonatologia de uma instituição hospitalar de nível terciário do interior do Estado de São Paulo, Brasil. MÉTODOS: estudo descritivo, transversal, voltado para a análise da adesão às normas preconizadas pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde em relação ao parto, avaliando-se os recursos existentes e as atividades desenvolvidas durante a assistência. Os dados foram colhidos nos anos de 2004 e 2005, a partir de entrevista com o gestor da maternidade, análise de 293 prontuários amostradose observação de 29 partos realizados. RESULTADOS: a avaliação da estrutura evidenciou a disponibilidade de equipamentos, instrumentais e medicamentos, de obstetra, pediatra e anestesista eausência de quartos de pré-parto, parto e puerpério.Na análise do processo observouse, entre outras,frequências regulares relacionadas à verificação de pressão arterial e ausculta dos batimentos cardíacos fetais; o preenchimento do partograma foi satisfatório; na assistência ao recém-nascido, foram insatisfatórios o aleitamento na primeira hora de vida e ocontato pele a pele. CONCLUSÕES: algumas práticas úteis no partonormal foram pouco utilizadas. Percebese uma tendência à incorporação de práticas baseadas em evidências científicas, quando se considerou a realização de procedimentos como tricotomia, enteroclisma e episiotomia, demonstrando uma mudançapositiva na assistência ao parto.OBJECTIVES: to evaluated the structure and care provided on delivery and for newborns by the maternity an neonatal unit of a tertiary hospital of the interior of State of São Paulo, Brazil. METHODS: a crosscutting descriptive study was carried out in accordance with the desired standards of the Ministry of Health and World Health Organization regarding care on delivery, evaluating the resources and the

  5. Componentes do cuidado de enfermagem no processo de parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariane Thaise Frello

    2010-12-01

    Full Text Available O cuidar é necessário durante todo o processo do parto, e conhecer o que as mulheres têm a dizer sobre suas experiências permite que as práticas sejam repensadas. Assim, este estudo teve como objetivo identificar como se apresentam os Componentes do Cuidado de Enfermagem nas falas das puérperas acerca do seu processo de parto. Trata-se de uma pesquisa qualitativa envolvendo três instituições públicas de cada um dos estados da Região Sul do Brasil no período de agosto a dezembro de 2006, tendo como sujeitos 28 puérperas, entrevistadas no alojamento conjunto por meio de entrevista semi-estruturada. Os dados foram analisados conforme passos propostos por Creswell. O referencial teórico utilizado para sustentar a coleta e análise de dados foram os Componentes do Cuidado de Enfermagem propostos por Carraro, baseados em Nightingale e Semmelweis. Os resultados apontam os aspectos relativos ao cuidado da mulher no processo do parto, possibilitando ter clareza sobre suas necessidades de forma a qualificar o cuidado prestado. Desta forma, seus depoimentos contribuem para promover a reflexão e futuras mudanças nos cuidados prestados pela Enfermagem e toda a Equipe de Saúde.

  6. Estudo de indicadores de prescrição, Interações medicamentosas e Classificação de risco ao feto em prescrições de gestantes da cidade de Mirassol – São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Antônia da Cruz Furini

    2009-12-01

    Full Text Available O uso racional de medicamentos é indispensável para garantir a qualidade e eficácia de um tratamento medicamentoso. Diante disto, a utilização de medicamentos durante a gestação deve ser analisada e acompanhada minuciosamente para minimizar os riscos e possíveis conseqüências ao feto e à gestante. Foram analisadas 100 receitas medicamentosas para gestantes, internadas no Hospital e Maternidade Mãe do Divino Amor na Providência de Deus do município de Mirassol, SP, utilizando os indicadores de prescrição propostos pela OMS, análise de interação medicamentosa por programas informatizados e pela literatura, classificação dos medicamentos encontrados segundo a classificação da segurança do fármaco durante a gravidez prescrita pelo Food and Drug Administration (FDA a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME e a Classificação Anatomical Therapeutic Chemical (ATC. Na análise dos indicadores de prescrição, nas 100 receitas avaliadas, encontrou-se a média de 2,6 medicamentos por prescrição; 21,5% de medicamentos prescritos pelo nome genérico; 40% delas contendo antibiótico; 59,4% com pelo menos um medicamento injetável e 58 % de medicamentos prescritos, presentes na Lista de Medicamentos Padronizados. Quanto à análise de interações medicamentosas, observa-se a prescrição do antibiótico cefalexina com o antiinflamatório cetoprofeno. Portanto, considerando-se os resultados obtidos no estudo e na revisão da literatura, sugerese que as prescrições de medicamentos neste hospital para gestantes sejam melhor avaliadas segundo riscobenefício, visando à minimização dos efeitos adversos desnecessários, tanto maternos como fetais. Palavras-Chave: Indicadores. Prescrição. Gestantes. Medicamentos.

  7. Solução oral escalonada de misoprostol para indução do parto: estudo piloto Titrated oral solution of misoprostol for labour induction: a pilot study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alex Sandro Rolland Souza

    2010-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a efetividade e a segurança da administração de uma nova formulação de misoprostol em solução por via oral, com doses escalonadas, para indução do parto de feto vivo a termo. MÉTODOS: realizou-se um estudo multicêntrico, do tipo ensaio clínico, aberto, não-randomizado, no período de Julho a Dezembro de 2008. Foram incluídas 30 pacientes com indicação de indução do trabalho de parto, a termo, com feto vivo, índice de Bishop 5. Foram excluídas mulheres com cicatriz uterina, cardiotocografia alterada, gestação múltipla, restrição de crescimento fetal, hemorragia genital e presença de tumores, ulcerações ou malformações genitais. A dose inicial da solução oral foi de 20µg/h de misoprostol, nas primeiras 6 horas, aumentando em 20µg/h de misoprostol a cada 6 horas, se o trabalho de parto não fosse deflagrado, até uma dose máxima de 80µg/h, nas primeiras 24 horas, mantendo a dose máxima (80µg/h por mais 24 horas, se necessário. RESULTADOS: o trabalho de parto foi induzido satisfatoriamente em 96,7% das gestantes. O intervalo entre a primeira dose e o início das contrações uterinas foi de 3,8±1,8 horas, enquanto o intervalo entre a dose inicial e o parto variou entre 6 e 24 horas. A frequência de parto vaginal foi de 80% (n=24. A maioria das gestantes iniciou o trabalho de parto com a dose de 20µg/h (60%; n=18. A taquissistolia ocorreu em 13,3% das gestações e líquido meconial foi detectado em 20% dos casos. Houve dois casos de escore de Apgar PURPOSE: to test effectiveness and safety of the oral administration of a new misoprostol formulation in titrated doses for the induction of delivery of a live fetus at term. METHODS: an open pilot multicenter, non-randomized clinical trial was conducted from July to December 2008. A total of 30 patients with indications for induction of labor were included. The patients had a live fetus, Bishop score 5. Exclusion criteria were previous uterine

  8. Gestantes colonizadas pelo Streptococcus do grupo B e seus recém-nascidos: análise crítica da conduta adotada no Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz Beta-hemolytic streptococcus in pregnant women and their newborn infants: a critical analysis of the protocol used at Fernandes Figueira Institute, Oswaldo Cruz Foundation, in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natalie Del-Vecchio L. Costa

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a aplicação do protocolo do Centers of Disease Control (CDC, 2002 quanto à profilaxia da sepse neonatal precoce por Streptococcus do grupo B (SGB. MÉTODOS: Estudo retrospectivo com revisão de prontuários de 125 gestantes colonizadas pelo SGB e 133 recém-nascidos, no período de janeiro/2003 a dezembro/2006. A conduta intraparto foi considerada correta quando a gestante recebia antibioticoprofilaxia pelo menos quatro horas antes do parto, ou quando não recebia, mas era submetida a parto cesáreo eletivo. A conduta intraparto foi considerada incorreta quando a gestante recebia antibioticoprofilaxia menos de quatro horas antes do parto, a prescrição antibiótica estava incorreta ou quando não havia profilaxia prescrita. RESULTADOS: A prevalência de colonização materna pelo SGB foi de 4,7%. A época de coleta do swab vaginal/retal variou entre 14 e 40 semanas de gestação, com média de 32 semanas. Das gestantes colonizadas, 54 (43% receberam conduta intraparto correta. Dos 133 recém-nascidos estudados, 95 (71% receberam avaliação diagnóstica corretamente, 17 (13% evoluíram com sepse clínica e um (0,75% apresentou sepse comprovada. A incidência de sepse foi maior em recém-nascidos cujas mães não receberam profilaxia intraparto corretamente, porém esta associação não apresentou diferença estatística significativa (18 versus 7%, p>0,05. CONCLUSÕES: Apesar de o protocolo para prevenção de sepse precoce pelo SGB estar implementado na instituição, ainda é possível observar falhas na profilaxia intraparto materna. Essas falhas representam oportunidades perdidas na prevenção da sepse precoce pelo SGB.OBJECTIVE: To evaluate the use of the guidelines of the Centers of Disease Control (CDC, 2002 regarding the prophylaxes of group B Streptococcus (GBS early onset neonatal sepsis. METHODS: We conducted a retrospective study by chart review of 125 pregnant women colonized by GBS and 133 neonates born at a

  9. Conduta anestésica em cesariana em gestante com aneurisma intracraniano não roto Conducta anestésica en cesárea en embarazada con aneurisma cerebral íntegro Anesthetic conduct in cesarean section in a parturient with unruptured intracranial aneurysm

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana de Souza Cota Carvalho

    2009-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O manuseio anestésico para cesariana programada em gestante com aneurisma intracraniano não roto é particularmente interessante, pois apresenta diversas particularidades relacionadas às alterações fisiológicas da gestação acrescida dos riscos de ruptura do aneurisma durante o procedimento anestésico. A literatura é escassa nesse assunto, sendo assim importante a divulgação dos casos. RELATO DO CASO: Gestante de termo, 31 anos, com aneurisma intracraniano não roto submetida à cesariana programada sob anestesia peridural simples. O procedimento evoluiu sem intercorrências para mãe e filho. CONCLUSÕES: Recomendações baseadas em evidências para anestesia obstétrica em pacientes portadoras de aneurisma intracraniano não roto não existem. Não há dados experimentais ou clínicos que confirmem ou refutem anestesia geral ou regional nesse contexto. Dessa forma, a decisão de qual técnica utilizar deve ser feita com bases individuais, ponderando os riscos e benefícios de cada procedimento e a experiência do profissional que irá conduzi-la.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El manejo anestésico para la cesárea programada en embarazada con aneurisma cerebral íntegro es particularmente interesante, porque presenta diversas particularidades relacionadas con las alteraciones fisiológicas del embarazo y por añadidura, con los riesgos de ruptura del aneurisma durante el procedimiento anestésico. La literatura es parca en ese asunto, siendo muy importante la divulgación de los casos. RELATO DEL CASO: Embarazada de término, 31 años, con aneurisma cerebral no roto y sometida a la cesárea programada bajo anestesia epidural simple. El procedimiento evolucionó sin intercurrencias para la madre y el hijo. CONCLUSIONES: No existen recomendaciones basadas en evidencias, para la anestesia obstétrica en pacientes portadoras de aneurisma cerebral no roto. No hay datos experimentales o clínicos que confirmen o que

  10. A anemia nutricional entre gestantes atendidas em centros de saúde do Estado de São Paulo (Brasil Nutritional anaemia in pregnant women attending health centers in S. Paulo State (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia Cornbluth Szarfarc

    1985-10-01

    Full Text Available Com o objetivo de estimar a prevalência de anemia entre a clientela do Programa de Atendimento à Gestante (PAG, da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo (Brasil, e de analisar o item referente à suplementação de ferro, do mesmo programa, estudaram-se os prontuários de 4.539 gestantes, matriculadas nos PAGs de 15 Centros de Saúde (CS, escolhidos através de amostragem, probabilística. Observou-se anemia (hemoglobina - Hb - In order to estimate the prevalence of anaemia among pregnant women receiving attention at the "Program of Attention to Pregnant Women" (PAG of the Secretariat of Health of the State of S. Paulo, and also with a view to analysing the item of PAG referring to iron supplementation, a probabilist sample of 4539, drawn from 15 Health Centers (HC, was studied. Anaemia was observed in 35.1% of the women (Hb < 11.0 g/dl, suggesting that iron deficiency is a considerable public health problem for the sample population. Based on these results the introduction of Hb determination as part of the "PAG" routine is suggested. Results should be related to gestational age. It is also suggested that, in some HC, efficiency of iron supplementation be evaluated.

  11. Fatores associados à agressão física em gestantes e os desfechos negativos no recém-nascido Factors associated with physical aggression in pregnant women and adverse outcomes for the newborn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Fernandes Viellas

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores socioeconômicos, demográficos e reprodutivos associados à agressão física na gestação e os desfechos negativos para o recém-nascido em dois grupos de mulheres: adolescentes e adultas jovens. MÉTODO: Estudo transversal com uma amostra de 8.961 puérperas que se hospitalizaram em maternidades do município do Rio de Janeiro por ocasião do parto. Para testar hipótese de homogeneidade de proporções foi utilizado o teste χ². A razão de chances e os intervalos de confiança foram estimados através de regressão logística. RESULTADOS: Foi apontado que 5% das adolescentes e 2,5% das adultas jovens sofreram agressão física na gravidez. Em ambos os grupos, as variáveis associadas com o abuso físico foram: menor nível de escolaridade, menor apoio do pai da criança e maior tentativa de interrupção da gestação. O aumento no consumo de bebida alcoólica mostrou associação com o abuso físico apenas no grupo de adolescentes, e o uso de drogas ilícitas somente entre as adultas jovens. Os filhos das puérperas agredidas tiveram duas vezes mais chances de óbito neonatal, e três vezes mais de óbito pós-neonatal. Por outro lado, a assistência pré-natal de boa qualidade reduziu a chance de agressão física durante a gestação. CONCLUSÕES: Os resultados alertam para o aumento da chance de óbito neonatal e pós-neonatal entre os filhos das vítimas de agressão física durante a gestação e apontam para a importância do pré-natal na identificação de mulheres sob maior risco de episódios violentos, momento oportuno para o desenvolvimento de ações de proteção e cuidado à mãe e ao bebê.OBJECTIVE: To assess the socioeconomic, demographic, and reproductive factors associated with physical aggression during pregnancy, and the negative outcomes for the newborn in two groups of women: adolescents and young adults. METHOD: Cross-sectional study with a sample of 8,961 mothers who were admitted

  12. Embarazo, parto y puerperio: creencias y prácticas de parteras en San Luis Potosí, México Gravidez, parto e puerpério: crenças e práticas de parteiras em San Luis Potosi, México Pregnancy, delivery and puerperium: beliefs and practices of midwives in San Luis Potosi, Mexico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Blanca Pelcastre

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Documentar las creencias y las prácticas de las parteras tradicionales respecto al embarazo parto y puerperio. MÉTODOS: Aprovechando un curso de capacitación de 160 parteras tradicionales locales de las regiones Media y Huasteca del Estado de San Luis Potosí, México, dos de las enfermeras-instructoras entrevistaron a 25 de los capacitandos, apoyadas por un miembro de las comunidades náhuatl y tenek. La identidad de los participantes se mantiene anónima y se obtuvo permiso para publicar los resultados mediante consentimiento informado. RESULTADOS: Las prácticas de las parteras (os tradicionales son comunes en los grupos sociales que carecen de servicios de salud. Sus funciones no están limitadas al parto e incluyen nutrición, cuidados prenatales, del puerperio y la lactancia, así como apoyo afectivo emocional de las madres parturientas y sus familiares. En este estudio se registraron varios mitos y terapias tradicionales. CONCLUSIÓN: Los recursos de la terapia tradicional y de la atención primaria de la salud de las parteras Náhuatl y Tenek son útiles y benéficos para los cuidados perinatales.OBJETIVO: Documentar as crenças e as práticas das parteiras tradicionais quanto à gravidez, parto e puerpério. MÉTODO: Aproveitando um curso de capacitação de 160 parteiras tradicionais locais das regiões Media e Huasteca do Estado de São Luís Potosi, México, duas das enfermeiras-instrutoras entrevistaram 25 participantes do curso, apoiadas por um membro das comunidades náhuatl e tenek. Foi garantido o anonimato dos participantes, que concordaram com a publicação dos resultados, mediante o termo de consentimento esclarecido. RESULTADOS: As práticas das (os parteiras (os tradicionais são comuns nos grupos sociais carentes de servicos de saúde. Suas funções não estão limitadas ao parto, compreendem nutrição, cuidados do pré-natal, do puerpério e da lactância, assim como apoio afetivo emocional das m

  13. Marcadores de estrés oxidativo en placentas de gestantes añosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Suárez

    2007-12-01

    Full Text Available Introducción: Un factor de riesgo alto ginecoobstétrico que contribuye a la morbimortalidad materna perinatal es la edad materna mayor de 35 años. Es posible que el estado oxidativo en la placenta de la gestante añosa sea mayor a la de la gestante no añosa. Objetivo: Evaluar el estado oxidativo de la placenta en gestantes mayores de 35 años. Diseño: Estudio observacional y transversal. Lugar: Hospital Nacional Docente Materno Infantil San Bartolomé y Centro de Investigación de Bioquímica y Nutrición de la Universidad Nacional Mayor de San Marcos. Material biológico: 28 placentas de gestantes de 35 años o más y 28 placentas de gestantes de menos de 35 años, obtenidas de partos vaginales a término. Intervenciones: La muestra de placenta se homogenizó al 10% con buffer fosfato 10 mM, pH 7,4, se centrifugó a 2000 rpm por 5’. Parte del sobrenadante se usó para analizar lipoperoxidación y glutatión (GSH; el sobrenadante restante fue centrifugado a 42 000 rpm por 1 hora, para medir actividad de superóxido dismutasa (SOD. Principales medidas de resultados: Estado oxidativo de placentas obtenidas de mujeres añosas y no añosas. Resultados: La actividad de la SOD y el contenido de GSH placentarios en añosas fue 43,52 U/g de tejido y 4,67 µmol/mL x 10-²; para el grupo control fueron 54,13 U/g de tejido y 6,02 µmol/mL x 10-², respectivamente; en ambos hubo significancia estadística (p < 0,05. La medición de TBARS (lipoperoxidación no mostró diferencias significativas. Conclusiones: Las placentas obtenidas de mujeres añosas muestran menor capacidad de defensa antioxidante frente a las placentas obtenidas de mujeres no añosas.

  14. Intervenções benéficas durante o parto para a prevenção da mortalidade materna Beneficial interventions during delivery for the prevention of maternal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Guilherme Cecatti

    2005-06-01

    Full Text Available O caráter multifatorial das complicações e da mortalidade materna torna difícil e demorada a tarefa de seu controle a longo prazo. A atenção profissional à mulher gestante e/ou parturiente representa seguramente elemento chave para a obtenção de bons resultados, tanto maternos quanto perinatais. Partindo-se do pressuposto de que atenção médica profissional ao parto de maneira adequada tem a capacidade de diminuir a ocorrência de complicações associadas à morbidade e mortalidade materna, são apresentadas resumidamente as evidências sobre algumas intervenções incluídas nesta atenção. São enfocadas as evidências derivadas de estudos realizados com extremo rigor metodológico e científico, os ensaios controlados randomizados, sobre intervenções capazes de reduzir as complicações e a mortalidade materna. Estas principais intervenções referem-se basicamente a: atenção institucional ao parto, atendimento profissional capacitado, utilização de parteiras tradicionais em determinados contextos, uso de tecnologias apropriadas incluindo o partograma, local do parto, posição para o parto, uso de episiotomia, tipo de parto, uso de ocitócicos na fase ativa do parto, realização de esforços de puxo no período expulsivo, manejo da dequitação e profilaxia da hemorragia puerperal. Ainda que o efeito de prevenir mortes seja difícil de ser avaliado pela baixa freqüência, sua utilização de forma racional e padronizada, por meio de manuais e normatizações de condutas de serviços, tem um efeito positivo sobre a qualidade da atenção ao nascimento. Isso faz parte do contexto técnico e humano do direito que toda mulher tem ao melhor atendimento possível nesse momento tão especial de sua vida.The multiple factors involved in maternal complications and maternal mortality make the task of their long-term control difficult and time-consuming. Professional care for pregnant women and/or those in labor certainly

  15. USO DA PGF2? NO PUERPÉRIO PARA REDUZIR O ANESTRO PÓS-PARTO DE CABRAS EM ALEITAMENTO CONTÍNUO E CONTROLADO USE OF PGF2? ON THE PUERPERIO TO REDUCE THE POS-PARTUM ANESTROUS OF CONTINUOS OR CONTROLLED SUCKLING GOATS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Fernandes Lima

    2008-07-01

    Full Text Available

    Objetivou-se estudar os efeitos da administração da PGF2α sobre o período de anestro pós-parto de oitenta cabras, em aleitamento contínuo ou controlado, criadas em sistema semi-extensivo com acesso à água e sal mineral <em>ad libitumem>. As fêmeas, com idade entre dois e seis anos, foram aleatoriamente distribuídas em três grupos experimentais (GI, GII, GIII. As do GI (n = 30 receberam, na musculatura vulvar, 250µg de PGF2α no 6o e 12o dias após o parto. As do GII (n = 30 foram tratadas, pela mesma via e com a mesma dose de PGF2α, no 6o, 7o, 8o, 9o e 10o dias do pós-parto, e as do GIII (n = 20 serviram como controle. Realizou-se a detecção do estro por rufião com auxílio de pessoal habilitado e efetuaram-se as coberturas com reprodutores de fertilidade comprovada. Analisaram-se os dados através da ANOVA e do cálculo do erro-padrão da diferença entre proporções. Não se verificou diferença (P > 0,05 das porcentagens de estro entre os três grupos experimentais; todavia, a duração média do anestro pós-parto foi significativamente reduzida (P < 0,05 nos animais tratados com PGF2α. Houve redução significativa (P < 0,05 do anestro pós-parto das fêmeas em aleitamento controlado. Não se registrou diferença (P > 0,05 nas porcentagens de prenhez entre os diferentes grupos. Os dados obtidos permitem concluir que a administração da PGF2α no início do puerpério é eficiente para reduzir o período de anestro pós-parto, especialmente nas fêmeas em aleitamento controlado; contudo, não exerce influência sobre a fertilidade de cabras SRD com aptidão para produção de carne.

    PALAVRAS-CHAVES: Caprino, estro, prostaglandina, puerpério.

    This work aimed to

  16. Anemia em gestantes de municípios das regiões Sul e Centro-Oeste do Brasil Anemia en mujeres enbarazadas de ciudades de regiones Sur y Centro-Oeste de Brasil Anemia in pregnant women from two cities in the South and Mid-West Regions of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    2009-12-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar a distribuição da anemia em gestantes da rede básica de saúde de dois municípios, na região Sul e Centro-Oeste do Brasil. Estudo transversal retrospectivo e descritivo desenvolvido a partir de dados de prontuários de 954 e 781 gestantes em Cuiabá-MT e Maringá-PR, respectivamente. Coletaram-se dados de caracterização sociodemográfica, de pré-natal e indicadores sociais. Foram consideradas anêmicas, as mulheres com hemoglobina inferior a 11g/dL. A desigualdade social existente entre os municípios foi evidente. Gestantes atendidas em Cuiabá-MT apresentavam características sociodemográficas significativamente mais precárias. A prevalência de anemia era significativamente maior e valores médios de hemoglobina menores em Cuiabá-MT, independentemente da idade gestacional. Encontrou-se associação dos níveis de hemoglobina com a idade, situação conjugal, número de gestações anteriores, estado nutricional e trimestre gestacional. As diferenças regionais na ocorrência da anemia gestacional são socialmente determinadas, o que deve ser considerado nas propostas de intervenção em saúde coletiva.Se analizó la distribución de anemia en mujeres embarazadas asistidas en servicios básicos de salud de dos ciudades de las regiones Sur y Centro-Oeste de Brasil. Estudio transversal retrospectivo y descriptivo. Se usó datos de registros médicos de 954 y 781 embarazadas de Cuiabá-MT y Maringá-PR, respectivamente. Se recopilaron datos sobre características sociodemográficas, atención prenatal e indicadores sociales. Hemoglobina-HbWe aimed to analyze anemia distribution in pregnant women who were attending health services in two cities in the South and Mid-West Regions in Brazil. This is a retrospective cross-sectional study developed from 954 and 781 medical records data in Cuiabá-MT and Maringá-PR. We collected data of social and demographic features as well as pre-natal care. Women who presented

  17. Programa de atención integral a la adolescente gestante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gloria Esperanza Zambrano-Plata

    2017-06-01

    Full Text Available El presente artículo es el resultado del programa de atención integral dirigido a las adolescentes gestantes y ejecutado en la Unidad Básica Comuneros de la ESE IMSALUD. Este programa, brinda atención a las usuarias de acuerdo a lo definido en la norma técnica 0412 del 2000 para el control prenatal y detección de las alteraciones del embarazo; además , de incluir un componente biosicosocial y educativo donde se involucra a la pareja y familia a fin de prevenir y controlar factores de riesgo para obtener hijos y madres sanas. Participaron 167 gestantes adolescentes entre los 16 a 19 años con nivel educativo media secundaria, de nivel socioeconómico 1 y 2, pertenecientes a los regímenes subsidiado y vinculado. Durante el desarrollo del programa, a las usuarias se les realizo el control prenatal el cual se conforma de anamnesis, examen físico, revisión de paraclínicos, remisión a medicina general, odontología y sicología para el manejo integral de la gestante. El componente educativo se realizaba en forma individual y grupal mediante el curso: “Preparación para la Maternidad y la Paternidad”, los contenidos se centraban en la preparación para el parto y la crianza, detección y control de factores de riesgo, fortalecimiento del autoestima, proyecto de vida y rol materno y paterno, empleándose metodologías dinámicas adaptadas a las características de las usuarias. Igualmente se realizaba visita domiciliara durante la gestación y el puerperio con el propósito de detectar tempranamente y controlar factores de riesgo ambientales, de estilos de vida y del entorno familiar.

  18. Prevalência de colonização por Streptococcus agalactiae em gestantes atendidas em maternidade do Ceará, no Brasil, correlacionando com os resultados perinatais Prevalence of the colonization by Streptococcus agalactiae in pregnant women from a maternity in Ceará, Brazil, correlating with perinatal outcomes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Juvenal Linhares

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência de Streptococcus agalactiae, um estreptococo do Grupo B, em gestantes e seus possíveis fatores de risco, bem como o impacto perinatal e a suscetibilidade antimicrobiana das colonizadas. MÉTODOS: Foram avaliadas 213 gestantes a partir de 20 semanas de gestação, independente dos fatores de risco, atendidas em um hospital-escola terciário da zona Norte do Estado de Ceará, no Brasil. O cálculo do tamanho amostral ocorreu por conveniência. Foi utilizada técnica do swab estéril único para coleta de secreção das regiões vaginal e perianal. As amostras recém-obtidas eram armazenadas em meio de transporte Stuart e, no laboratório, inoculadas em meio seletivo Todd-Hewitt adicionado de gentamicina (8 ug/mL e ácido nalidíxico (15 ug/mL, com posterior subcultivo em placas em ágar-sangue. Nos materiais eram realizados teste de Gram, catalase com peróxido de oxigênio e CAMP (Christie, Atkins, Munch-Petersen, sendo confirmados sorologicamente com Streptococcal Grouping Kit, Oxoid®. As positivas foram submetidas a testes de suscetibilidade antimicrobiana. Foram também avaliadas variáveis socioeconômicas, reprodutivas, clínico-obstétricas e neonatais. Os dados foram analisados utilizando o programa Epi-Info 6.04. RESULTADOS: A prevalência de colonização encontrada foi de 9,8% pelo teste de CAMP, embora apenas 4,2% pelo sorológico. O único fator de proteção observado foi cor da pele branca (p=0,01, 0.45>OR>0.94, IC95%. Não foi observada diferença de prevalência do estreptococo do Grupo B com outras variáveis reprodutivas ou obstétricas. Ocorreu infecção em apenas um dos recém-nascidos de mães colonizadas, entretanto revelou-se infecção por Pseudomonas spp. Foi encontrada resistência para ampicilina (4/9 e cefalotina (4/9, penicilina (4/9 casos, eritromicina (3/9, clindamicina (7/9 e cloranfenicol (1/9. CONCLUSÕES: A taxa de infecção foi inferior à encontrada em outros estudos

  19. Administração de somatotropina bovina no período pré-parto sobre parâmetros produtivos, sanitários e reprodutivos da primeira lactação de vacas holandesas Bovine somatotropin administration during pre-delivery period to productive, sanitary and reproductive parameters of holstein cows' first lactation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laerte Dagher Cassoli

    2002-04-01

    Full Text Available Para avaliar a administração de somatotropina bovina (bST no período pré-parto, sobre o desempenho na primeira lactação, foram utilizadas 18 novilhas gestantes, de modo que 9 receberam injeções subcutâneas de 500mg de bST nos dias 21 e 9 antes da data prevista para o parto. Os animais foram alimentados com dieta total, 2 vezes ao dia, e os dados coletados foram relativos a parâmetros sanitários, produtivos e reprodutivos na primeira lactação. A administração de bST não afetou os parâmetros sanitários (retenção de placenta, metrite, deslocamento de abomaso, febre do leite e cetose e reprodutivo (cisto folicular. Entretanto, o uso de bST no pré-parto levou à variação de escore de condição corporal (ECC 65% maior, adiantou o pico de produção de leite em 9,7 dias e diminuiu os dias em lactação em 21,8 dias em relação ao controle (P The effects of pre-delivery administration of bovine somatotropin (bST on first lactation performance were evaluated in this study, which involved eighteen Holstein pregnant heifers. Nine animals were supplemented with subcutaneous injections of 500 mg of bST, on days 21 and 9 prior expected delivery, and 9 were not supplemented (control group. Animals were fed total mixed ration, twice daily. Data evaluated in this experiment were related to sanitary, reproductive and productive parameters during first lactation. Administration of bST did not affect parameters related to sanity (retained placenta, metritis, displacement abomasum, milk fever, ketosis, reproduction (follicular cysts. However, heifers supplemented with bST showed changes of body condition score 65% greater, anticipated milk production peak in 9.7 days and decreased number of days in lactation in 21,8 days, compared to the non-supplemented ones (p < 0.05. Milk production peak and milk production corrected for 305 days were not affected by bST administration.

  20. Histórias de parto e a ultrassonografia como marco narrativo no Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Barcellos Rezende

    Full Text Available Resumo Em minha pesquisa sobre narrativas de parto de mulheres de camadas médias no Rio de Janeiro, figuram muitos profissionais de saúde, bem como exames de ultrassonografia que se tornam pontos de inflexão da experiência de gravidez e parto. Neste artigo, busco entender o significado dado a estas menções no contexto das narrativas de experiências da medicalização da gravidez e parto destas mulheres. Entendo estas histórias como formas de expressão não apenas como um meio de expor a experiência, mas também como modos de estruturá-la. Proponho ver estas histórias como maneiras de articular biografias a significados culturais de pessoa, corpo, gênero e maternidade, dando, portanto, sentidos específicos às experiências de parto destas mulheres. Elas oferecem também uma compreensão da experiência do sistema médico, mostrando como as mulheres negociam sentidos de práticas e diagnósticos ao longo de suas gestações e partos.

  1. Representações e experiências das mulheres sobre a assistência ao parto vaginal e cesárea em maternidades pública e privada Women's representations and experiences with vaginal and cesarean delivery in public and private maternity hospitals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa de Sousa Gama

    2009-11-01

    Full Text Available Este estudo analisa as diferentes representações e experiências quanto ao parto vaginal e cesárea de mulheres de diferentes estratos sócio-econômicos, bem como a natureza das relações profissionais de saúde/usuárias no contexto institucional em que estão inseridas. A pesquisa de natureza qualitativa foi desenvolvida em três maternidades do Município do Rio de Janeiro, Brasil, sendo uma pública, uma conveniada com o SUS e uma particular, com mulheres que tiveram os dois tipos de parto. Os resultados revelam que o modelo de organização dos serviços público e privado apresentam variações que produzem diferentes tipos de assistência e de relação entre os profissionais de saúde e as usuárias, dando forma a experiências distintas entre as mulheres pesquisadas. Todavia, ao empreendermos uma crítica assentada nas relações de gênero, podemos verificar que o modelo de assistência ao parto permanece submetendo quem deve ser sujeito e reproduzindo o projeto da medicalização - mesmo que este processo se manifeste de formas diferenciadas entre os grupos estudados -, o que reduz o campo da assistência e inviabiliza um lugar de poder diferenciado das usuárias.This study analyzes the different representations and experiences of women from different social classes, including issues related to their relations with hospital staff in different institutional settings. This qualitative study focused on women who had experienced both types of delivery, in three maternity hospitals in Rio de Janeiro, Brazil (one public, one fully private, and another private under an outsourcing agreement with the public health system. The study showed that variations in public and private service models result in different types of delivery care and different relations with staff, and are reflected in different birthing experiences for the women. However, a critical gender perspective shows that in both cases, the service models reproduce the

  2. Estudo comparativo de indicadores bioquímicos de concentração de ferro, em duas populações de gestantes, com e sem atendimento pré-natal A comparative study of biochemical indicators of iron concentration in two groups of pregnant women, with and without pre-natal care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia Cornbluth Szarfarc

    1982-02-01

    Full Text Available Foi avaliada a influência da quantidade do atendimento pré-natal na deficiência de ferro entre gestantes com 36 e mais semanas de gravidez, em comparação com um grupo padrão. A amostra foi distribuída em 3 grupos: GP - com pré-natal de "acreditação" satisfatória (grupo padrão; CPN com pré-natal, de diferentes qualidades; SPN - sem pré-natal. Os resultados obtidos para hemoglobina mostraram que no grupo padrão (GP a prevalência e severidade de anemia são significativamente menores do que no grupo com pré-natal (CPN e este do que no sem pré-natal (SPN. Os resultados obtidos na relação hemoglobina/hematócrito, ferro sérico e capacidade total de ligação de ferro apresentaram o GP em situação significativamente melhor do que os grupos CPN e SPN que não foram estatisticamente diferentes entre si. Chamou-se a atenção para a necessidade de aumento de cobertura e uniformização na qualidade dos serviços de pré-natal, com o objetivo de diminuir a prevalência de deficiência de ferro entre gestantes.The influence of the amount of pre-natal care on the prevalence of iron-deficiency among women, 36 weeks or more pregnant, was assessed. The sample population was divided into three groups: the Standard Group (GP - with adequate assistance of the pre-natal care services from the first trimester of pregnancy onwards; those who received pre-natal assistance, but of varying adequacy and begun at different gestational ages (CPN; and those who received no pre-natal assistance at all (SPN. The results obtained from hemoglobin analysis showed that prevalence and severity of anemia increases significantly from the GP to the SPN. The analysis of the mean corpuscular hemoglobin concentration, serum iron and transferrin saturation showed no statistically significant differences between groups CPN and SPN; the GP showed better results when compared to the other two. Attention is called to the necessity of pre-natal care and the

  3. Associação entre o padrão de atividade física materna, ganho ponderal gestacional e peso ao nascer em uma coorte de 118 gestantes no município de Campina Grande, Nordeste do Brasil Association between maternal physical activity, gestational weight gain and birth weight in a cohort of 118 pregnant women in Campina Grande, Northeast of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jousilene de Sales Tavares

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Esta pesquisa estudou o efeito da atividade física sobre o ganho ponderal e peso ao nascer em gestantes do Programa Saúde da Família no município de Campina Grande, (PB. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de coorte abrangendo 118 gestantes, entre 2005 e 2006. A avaliação do estado nutricional inicial seguiu os critérios de Atalah e o ganho ponderal materno foi avaliado de acordo com o Institute of Medicine. Analisou-se o padrão de atividade física de acordo com o medidor de estimativa de gasto calórico total (METs e sua associação com o ganho ponderal e o peso ao nascer. RESULTADOS: o padrão de atividade física predominante na 16ª semana foi o leve, alcançando 85,6% das gestantes. Observou-se uma redução importante do nível de atividade física com a evolução da gestação, com 98,3% das gestantes sendo consideradas sedentárias na 24ª semana e 100% na 32ª semana. No momento da captação, cerca de 50% das gestantes eram eutróficas, 23% com baixo peso e as demais com sobrepeso/obesidade. No segundo e no terceiro trimestres, aproximadamente 45% das gestantes ganharam peso excessivo. A distribuição do peso ao nascer mostrou um predomínio do peso adequado (85,6%, e uma alta prevalência de macrossomia (8,5%. Dentre os desfechos avaliados, foi observada associação apenas entre os valores de METs da 24ª.semana e o ganho ponderal materno no segundo trimestre gestacional (p=0,045. CONCLUSÃO: Todas as gestantes estavam sedentárias no terceiro trimestre; observou-se uma associação entre o padrão de atividade física e o ganho ponderal materno no segundo trimestre, mas não houve associação deste padrão com o peso ao nascer.OBJECTIVE: This survey evaluated the effects of physical activity on gestational weight gain and birth weight of pregnant women attended by the Family Health Program in Campina Grande, Northeast of Brazil. METHODS: A cohort study enrolling 118 pregnant women was conducted between 2005 and

  4. Características demográficas e psicossociais associadas à depressão pós-parto em uma amostra de Belo Horizonte Demographic and psychosocial characteristics associated with postpartum depression in a sample from Belo Horizonte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Gomes Figueira

    2011-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A depressão pós-parto (DPP tem sido alvo de inúmeras investigações científicas devido à sua alta prevalência e gravidade e também por suas repercussões negativas na puérpera e na criança. OBJETIVO:Comparar mulheres com e sem DPP em um grupo de puérperas selecionadas aleatoriamente a partir dos partos ocorridos em uma maternidade de Belo Horizonte (MG. MÉTODOS: Selecionamos 245 mulheres que tiveram parto em uma maternidade de Belo Horizonte. Aplicamos uma entrevista semiestruturada para a obtenção de dados psicossociais e demográficos e uma entrevista estruturada (Mini Neuropsychiatric Interview, MINI-Plus para o diagnóstico de depressão maior segundo critérios do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, 4th edition (DSM-IV. RESULTADOS:26,9% das mulheres tinham diagnóstico de DPP. Não encontramos diferenças entre as características sociodemográficas das mulheres com (n = 66, 26,9% e sem diagnóstico de DPP (n = 179, 73,1%. Entretanto, diversas variáveis clínicas e psicossociais se mostraram significativamente diferentes entre os dois grupos, tais como história de depressão, vivência de estresse ou presença de sintomas depressivos ou ansiosos durante a gravidez, ocorrência de complicações maternas ou na criança no pós-parto e insuficiência de suporte nos cuidados pós-natais. CONCLUSÃO: A identificação de fatores associados à DPP é importante para a compreensão de sua etiopatogenia e para o estabelecimento de estratégias de prevenção e tratamento precoce dessa grave doença.INTRODUCTION: Postpartum depression has been the object of extensive research both because of its high prevalence and its repercussions on the mother and the infant. OBJECTIVE:To compare women with and without depression in a sample of postpartum women randomly selected at a maternity in the city of Belo Horizonte, Brazil. METHODS: A total of 245 women who gave birth at a private maternity hospital in

  5. "Flashes" de como as gestantes percebem a assistência pré-natal em um hospital universitário "Flashes" de cómo las embarazadas perciben la asistencia pre-natal en un hospital universitario Flashes of how pregnants perceive pre-natal care in a university hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Silva Marcon

    1997-10-01

    Full Text Available Este artigo foi extraído de um estudo desenvolvido com o objetivo de compreender e caracterizar a assistência pré-natal prestada à gestante no ambulatório de um hospital universitário (MARCON, 1990. Trata-se de um estudo qualitativo que adotou como linha metodológica básica a etnografia, mais especificamente a minietnografia, e como método de coleta de dados a observação-participante. Os resultados demonstraram que, ao se relacionarem com profissionais de saúde, as gestantes filtram informações ao mesmo tempo em que se apresentam como clientes não-participativas, uma vez que não questionam a assistência que lhes é prestada, mesmo quando esta não atende às suas expectativas. Além disso, apesar de as mulheres considerarem que a assistência prestada no serviço em estudo é melhor do que a prestada em outros serviços, ela não consegue, segundo as próprias gestantes, atender às suas expectativas e necessidades reais. De forma geral, elas gostariam de receber mais orientações e uma assistência menos impessoal. Os motivos que as levam a não gostar muito da assistência estão relacionados principalmente com a rotatividade dos alunos.Este artículo fue extraído de un estudio desarrollado con el objetivo de comprender y caracterizar la asistencia pre-natal dada a la embarazada en el ambulatório de un hospital universitário (MARCON, 1990. Se trata de un estudio cualitativo que adoptó como línea metodológica básica la Etnografía, más específicamente, la Minietnografía y como método de colecta de datos la Observación-Participante. Los resultados demuenstran que, cuando se relacionan con profesionales de la salud, las embarazadas filtran informaciones, al mismo tiempo que se presentan como una cliente no participativa, una vez que no cuestionan la asistencia que le es dada, inclusive cuando ésta no atiende sus expectativas. Por otro lado, apesar que las mujeres consideran que la asitencia recibida en el local de

  6. Evolução da migração de partos para Aracaju, Sergipe, Brasil, 1970-1996 Shift in demand for childbirth services from rural Sergipe State to the capital city, Aracaju, Brazil, 1970-1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Queiroz Gurgel

    2003-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é descrever a evolução da migração de partos do interior do Estado de Sergipe para a capital (Aracaju, no período compreendido entre 1970 e 1996. Para tanto utilizou-se a informação "município de residência da mãe" cujo parto ocorreu nas maternidades de Aracaju, nos anos de 1970, 1976, 1986 e 1996. Ao se estudar as proporções de mães não residentes em Aracaju, verificaram-se diferenças significativas, sendo que o período com maiores percentuais de migração ocorreu entre 1976 e 1986. A migração foi estimulada pela melhoria das rodovias que dão acesso à capital (a partir de 1970 e pelo incentivo político com fins eleitoreiros (clientelismo. Assim, a melhoria na estrutura hospitalar do interior não impediu o aumento da migração para a capital. Em Sergipe, no período em estudo, houve um crescimento de 134,6% do número de partos ocorridos na capital, provenientes de outras localidades. Além disso, observa-se intensidades de variação diferenciadas, quando se analisa o fenômeno por regiões, tendo em vista a melhoria das condições de acessibilidade. Faz-se necessária a regionalização e hierarquização da assistência ao parto e ao recém-nascido, para que se possa dar um atendimento adequado às gestantes e aos seus filhos.This study analyzes trends in the migration of childbirth from rural areas of Sergipe State, Brazil, to the capital city, Aracaju, from 1970 to 1996. Data on "mother's place of residence" were obtained from mothers whose children were born in maternity hospitals in Aracaju in 1970, 1976, 1986, and 1996. Significant differences occurred in the proportion of mothers who resided outside of Aracaju but came there to give birth, especially from 1976 to 1986. This shift was stimulated by improvement of State highways and the granting of personal political favors in exchange for votes. Changes in the State hospital structure did not appear to have influenced the childbirth shift

  7. Risk factors for the increasing trend in low birth weight among live births born by vaginal delivery, Brazil Fatores de risco para a tendência ascendente do baixo peso ao nascer em nascidos vivos de parto vaginal no Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco A Barbieri

    2000-12-01

    vaginal em Ribeirão Preto, Sudeste do Brasil. A primeira incluiu 4.698 crianças nascidas entre junho de 1978 e maio de 1979 e a segunda 1.399 crianças nascidas entre maio e agosto de 1994. Os riscos de BPN foram testados num modelo de regressão logística, incluindo interações entre ano da pesquisa e todas as variáveis independentes em análise. RESULTADOS: A incidência de BPN entre partos vaginais aumentou de 7,8% em 1978/79 para 10% em 1994 para crianças do sexo feminino, para os primogênitos, para nascidos de mães sem companheiro, para nascidos de mães que fizeram menor número de consultas pré-natais ou com menos anos de estudo e para nascidos de mães fumantes. A interação entre ano do parto e idade gestacional indicou que o risco de BPN entre os nascidos prematuros caiu de 17,8 para 8,7 em 15 anos. A média do peso ao nascer reduziu-se mais entre os filhos de famílias mais qualificadas, que tiveram o maior aumento nos nascimentos pré-termo e nas mães sem companheiro. CONCLUSÕES: O BPN entre partos vaginais aumentou principalmente devido ao incremento nos nascimentos pré-termo e nas mães sem companheiro. A associação entre cesariana e BPN tendeu a encobrir as diferenças socioeconômicas na probabilidade do BPN. Na análise dos partos vaginais isoladamente, as diferenças socioeconômicas reapareceram.

  8. Estado neurológico e cardiorrespiratório de filhotes de cães nascidos de parto normal ou de cesariana sob anestesia geral inalatória com sevofluorano Neurological and cardiocirculatory investigation of dog neonates born by normal parturition or cesarean section on sevoflurane inhalation anesthesia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Tozadore Gabas

    2006-10-01

    Full Text Available A anestesia obstétrica possibilita um procedimento mais seguro para a mãe e para os fetos. Em medicina veterinária, no entanto, a literatura científica a respeito do assunto é deficiente. Este trabalho teve como objetivo avaliar o grau de depressão neurológica, hemodinâmica e respiratória fetais provocado pelo agente anestésico, em que as mães foram submetidas ao parto normal ou à cesariana, utilizando-se sevofluorano como agente de manutenção anestésica, comparando-o com o parto normal. Foram realizados seis partos normais (GN e seis cesarianas (GC, avaliando-se um total de 36 filhotes. As cesarianas foram realizadas utilizando-se acepromazina, propofol e sevofluorano (GC e os neonatos foram avaliados clinicamente ao primeiro, quinto e décimo minuto de nascimento, nos dois grupos. Observou-se maior depressão respiratória nos filhotes nascidos de cesariana. Contudo, apesar dessa depressão, o protocolo anestésico empregado não comprometeu de maneira importante a viabilidade e a saúde das mães e dos filhotes, demonstrando ser seguro em cadelas gestantes.The obstetric anesthesia must be safe for mother and puppies and about this, the literature is pour. This study was aimed at evaluating the neurological, hemodinamic and respiratory changes in neonates provoked by the anestesic agent as a result of normal parturition and cesarean section employing sevoflurane as the maintenance agent. Six deliveries (GN and six cesarean sections (GC were performed. The cesarean sections were performed under general anesthesia using acepromazina maleate, propofol and sevoflurane. Thirty six puppies were evaluated and the neurologic reflexes were worse in that were born through cesarean section. However, we concluded that despite the anesthetic depression, the protocol employed didn,t affect in any important way the viability and health of the mothers and puppies, being suitable for cesarean sections.

  9. Impacto de um programa de orientação dietética sobre a velocidade de ganho de peso de gestantes atendidas em unidades de saúde Impact of a dietary counseling program on the gain weight speed of pregnant women attended in a primary care service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Regina Vítolo

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o impacto das orientações alimentares sobre o controle de ganho de peso entre gestantes atendidas em um serviço público de saúde. MÉTODOS: o estudo foi desenvolvido em uma unidade de saúde de referência localizada na região metropolitana da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Brasil. Trezentos e quinze gestantes entre a 10ª e 29ª semana gestacional foram randomizadas entre Grupo Controle e Intervenção. O Grupo Intervenção recebeu orientações alimentares de acordo com o estado nutricional, e as gestantes do Grupo Controle permaneceram no atendimento de rotina. Foram realizadas medidas de peso e altura, e calculou-se o índice de massa corporal (IMC. O estado nutricional pré-gestacional foi determinado de acordo com os seguintes critérios de IMC: baixo peso (30 kg/m². O estado nutricional durante a gestação foi obtido de acordo a com a curva de IMC para idade gestacional adotada pelo Ministério da Saúde no Brasil. Para análise dos dados, utilizou-se o risco relativo e respectivo intervalo de confiança de 95% e os testes t de Student e χ2. Considerou-se significância estatística o valor de pPURPOSE: to evaluate the impact of dietary counseling on controlling weight gain in pregnant women, who were served in a public health service facility. METHODS: the study was conducted at a known health unit located in the metropolitan region of the city of Porto Alegre, in Rio Grande do Sul, Brazil. Three hundred and fifteen pregnant women between the 10th and 29th week of gestation were randomized to Control and Intervention Groups. The Intervention Group received dietary counseling according to nutritional status, and pregnant women in the Control Group were instructed to follow the routine of the health service facility. Weight and height were measured, and the body mass index (BMI was calculated. The pre-gestational nutritional status was determined according to the following BMI criteria: low weight

  10. Degeneração cística maciça de leiomioma uterino em gestante simulando neoplasia ovariana: relato de caso Degenerating cystic uterine fibroid mimics an ovarian cyst in a pregnant patient: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arildo Corrêa Teixeira

    2008-08-01

    Full Text Available Os autores descrevem o caso de uma gestante encaminhada por apresentar massa anexial. A ultra-sonografia demonstrou volumosa lesão sólido-cística sugestiva de neoplasia ovariana. A ressonância magnética mostrou que a lesão era recoberta pela serosa uterina, sugerindo mioma degenerado. O correto diagnóstico das massas pélvicas na gestação é fundamental para o estabelecimento da terapêutica. A ressonância magnética traz importantes contribuições no diagnóstico dessas entidades.The authors describe the case of a pregnant woman referred to the institution to be evaluated for an adnexal mass. Ultrasonography showed a voluminous solid-cystic lesion suggestive of ovarian neoplasm. Magnetic resonance imaging demonstrated that the lesion was located within the uterine serosa, suggesting the presence of a degenerated leiomyoma. A correct diagnosis of pelvic masses in pregnancy is essential for the definition of a therapeutic approach. Magnetic resonance imaging represents a relevant tool in the diagnosis of these abnormalities.

  11. Prevalência de hepatite B em parturientes e perfil sorológico perinatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arraes Luiz Cláudio

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a prevalência do antígeno de superfície do vírus B da hepatite (HBsAg em parturientes internadas no Instituto Materno-Infantil de Pernambuco (IMIP, Recife-PE, e o perfil sorológico das positivas. MÉTODOS: este é estudo de secção de corte transversal prospectivo no qual foram utilizados os sistemas VIDAS e VIDAS HBs, respectivamente, para detecção e confirmação do HBsAg. As participantes foram selecionadas de forma aleatória. Nas pacientes HBsAg+, os outros marcadores sorológicos foram testados com o sistema automatizado AxSYM. Os recém-nascidos de mães HBsAg+ foram vacinados ao nascer com a vacina Engerix B. RESULTADOS: de um total de 1584, encontramos 9 (0,6% gestantes HBsAg positivas. Nenhuma delas apresentava anti-HBc IgM, sendo assim casos prevalentes. Em 1/9 (11,1% das gestantes havia presença do HBeAg isolado e em 4/9 (44,4%, deste antígeno e seu anticorpo correspondente, revelando os diferentes graus de risco de transmissão vertical da infecção. Com a exceção de dois recém-nascidos de um parto gemelar (um de baixo peso, todos apresentaram soroconversão para o anti-HBs com três doses da vacina. Os gemelares prematuros só mostraram soroconversão após a quarta dose da vacina. CONCLUSÕES: a prevalência da hepatite B em parturientes no IMIP é relativamente baixa e todas as pacientes detectadas então tinham a forma crônica da infecção.

  12. Parto vaginal tras cesárea

    OpenAIRE

    San Martín Bragado, María

    2016-01-01

    Cuando una mujer ha sido sometida a una cesárea previa existen dos opciones para ella en el caso de que se quede embarazada: repetir cesárea o intentar un parto vaginal. A pesar de los riesgos, el parto vaginal después de una cesárea es una situación atractiva para muchas pacientes y dará lugar a un resultado exitoso en un alto porcentaje de casos. Se ha de tener en cuenta que la realización de una cesárea electiva no está exenta de riesgos Grado en Medicina

  13. Enfermedad hipertensiva en la gestante: Resultados de un servicio Hypertensive disease in the pregnant woman: Results of a service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Asunción Álvarez Ponce

    2008-09-01

    Full Text Available La preeclampsia constituye una de las principales causas de mortalidad materna en el mundo. Se realizó un estudio retrospectivo, longitudinal y descriptivo en el Hospital Docente Ginecoobstétrico de Guanabacoa de los años 2004 y 2005, de todas las gestantes que ingresaron en la Sala de Cuidados Perinatales, clasificadas como hipertensas, y que tuvieron su parto en igual período. El grupo estudio correspondió a 71 pacientes. Se tomó como grupo control igual número de gestantes que tuvieron su parto en el mismo período, y que no eran hipertensas ni presentaron la enfermedad durante la gestación. Predominó la preeclampsia como entidad única o asociada a una hipertensión crónica. Entre los factores de riesgo fueron más frecuentes la nuliparidad con un 45,1 %, el sobrepeso y la obesidad (22,5 y 25,4 % respectivamente, lo cual resultó de gran significación estadística. Fue significativa la diferencia en el parto por cesárea (77,5 % en el grupo estudio, en relación con el parto transpelviano. También el bajo peso tuvo diferencias estadísticas significativas (21,1 %. La morbilidad materna fue baja.Preeclampsia is one of the main causes of maternal mortality in the world. A retrospective, longitudinal and descriptive study was conducted in the Gynecoobstetric Hospital of Guanabacoa in 2004 and 2005. All the expectants admitted in the Perinatal Care Ward that were classified as hypertensive and that delivered in the same period were studied. The study group was composed of 71 patients. The same number of pregnant women that gave birth during this period were included in the control group. They were not hypertensive and and they did not suffer from this disease during pregnancy. Preeclampsia predominated as a unique entity or associated with chronic hypertension.The most common risk factors were nuliparity with 45.1 %, overweight and obesity (22.5 and 25.4 %, respectively, which had a great statistical significance. In the study group

  14. Representações sociais de gestantes sobre saúde bucal

    OpenAIRE

    Finkler, Mirelle

    2003-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Partindo do pressuposto de que é necessário melhor entender para melhor agir, este estudo investigou os saberes de gestantes sobre saúde bucal, tendo como objetivo a compreensão das representações sociais (RS) que influenciam suas práticas, à luz da Teoria das Representações Sociais, proposta por Moscovici, em 1961. Os sujeitos desta pesquisa qualitativa f...

  15. Educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal em gestantes Health education as a strategy for the promotion of oral health in the pregnancy period

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deise Moreira Reis

    2010-01-01

    Full Text Available O objetivo desta revisão da literatura é discutir a importância da educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal no período gestacional. Foram estudadas as manifestações bucais mais comuns na gestação, concluindo-se que, embora a gestação por si só não seja responsável por tais manifestações como, por exemplo, a cárie dentária e a doença periodontal, faz-se necessário o acompanhamento odontológico no pré-natal, considerando-se que as alterações hormonais da gravidez poderão agravar as afecções já instaladas. Destacou-se na promoção de saúde bucal na gestante a educação em saúde bucal, considerando-a parte importante do Programa de Atenção à Saúde da Mulher, conforme recomendado pelas atuais Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. Considera-se que, por meio de ações de educação em saúde bucal, desenvolvidas no pré-natal por uma equipe multiprofissional, orientada por um cirurgião-dentista, a mulher poderá se conscientizar da importância de seu papel na aquisição e manutenção de hábitos positivos de saúde bucal no meio familiar e atuar como agente multiplicador de informações preventivas e de promoção de saúde bucal.This literature revision is intended to discuss the importance of health education as a strategy to oral health promotion in the pregnancy period. The most common mouth manifestations during pregnancy have been studied, and the conclusion is that, although pregnancy itself is not responsible for such manifestations in the mouth, e.g. dental decay and periodontal diseases, a dentistry follow-up during prenatal care is necessary, considering that hormonal alterations in pregnancy may aggravate the diseases contracted. The oral health promotion for pregnant women has been focused on mouth health education, considering it an important part of the Program of Attention to Women's Health, as recommended by the current National Politics' Mouth Health

  16. A realização do teste anti-hiv no pré-natal: os significados para a gestante

    OpenAIRE

    Silva, Roberta Maria de Oliveira; Araújo, Carla Luzia França; Paz, Fatima Maria Trigo da

    2008-01-01

    O estudo teve por objetivo conhecer e analisar o significado da realização do teste anti-HIV no pré-natal para as gestantes. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa e foi realizada em um Hospital Escola e em uma Maternidade do município do Rio de Janeiro. Como recurso técnico-metodológico utilizou-se o discurso do sujeito coletivo (DSC). Após a análise dos discursos verificamos que para as gestantes a realização do teste significa a possibilidade de prevenir a transmissão vertical ...

  17. Práticas obstétricas e resultados maternos e neonatais: análise fatorial de correspondência múltipla em dois centros de parto normal Prácticas obstétricas y resultados maternos y neonatales: análisis de factores de correspondencia múltiple en centros de parto normal Obstetric practices and maternal and neonatal outcomes: analysis of multiple correspondence factors in normal birth centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Porto da Cruz

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as práticas obstétricas e os resultados maternos e neonatais de dois Centros de Parto Normal do Município de São Paulo, comparandose as unidades intra e extra-hospitalares. MÉTODOS: Estudo observacional, transversal e retrospectivo com dados secundários provenientes de 192 prontuários das instituições envolvidas. As variáveis de estudo foram as práticas selecionadas para o parto normal: a utilização de ocitocina, o tipo de rompimento das membranas amnióticas, a realização de episiotomia ou perineotomia e o tempo de permanência materna e neonatal. Foi elaborado um instrumento informatizado para coleta de dados com base nas variáveis de estudo. Os dados foram tratados através de análise estatística multivariada. RESULTADOS: O centro de parto normal intra-hospitalar utilizou com maior frequência às intervenções relacionadas à utilização de ocitocina, rompimento artificial de membranas amnióticas e tempo de permanência materna e neonatal superior às 48h, após o parto. O centro de parto normal extra-hospitalar apresentou maior frequência de parturientes com períneo íntegro após o parto, rompimento de membranas de maneira espontânea e tempo de permanência materna e neonatal inferior a 48 horas pós-parto. Os resultados maternos e neonatais não evidenciaram complicações relacionadas às práticas utilizadas. CONCLUSÃO: As práticas obstétricas pouco diferiram, comparando-se os dois tipos de Centros de Parto Normal; ambos seguem as recomendações da Organização Mundial de Saúde e aplicam as intervenções somente nos casos indicados.OBJETIVO: Describir las prácticas obstétricas y maternales y los resultados neonatales de dos centros de parto normal en el Municipio de Sao Paulo, comparando las unidades intra y extra hospitalarias. MÉTODOS: Estudio observacional, transversal y retrospectivo, con datos secundarios obtenidos de 192 registros de las instituciones estudiadas. Las variables

  18. Resultados perinatais em grávidas com mais de 35 anos: estudo controlado Perinatal results in pregnant women with more than 35 years: a controlled study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscilla Chamelete Andrade

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os resultados perinatais em gestantes com mais de 35 anos e verificar diferenças nos grupos entre 35 e 39 anos e acima de 40 anos. MÉTODOS: entre janeiro de 2000 e julho de 2003, realizou-se estudo retrospectivo por análise de fichas obstétricas de 3093 gestantes, excluindo-se 933 gestantes. As pacientes foram divididas em 3 grupos: 18 a 29 anos (grupo controle, 30 a 39 anos e mais de 40 anos. A coleta de dados foi realizada por meio de formulário padronizado e os dados foram transferidos para uma planilha eletrônica (Excel - Microsoft Office 2000. Para a análise estatística, foram utilizados o teste do chi2 e o teste de Fisher, sendo considerado risco a (alfa menor ou igual a 5% e intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: a via de parto mais utilizada para essas pacientes foi a cesárea, tanto no grupo de 35 a 39 anos (438/792; 55,3%, quanto nas gestantes com mais de 40 anos (153/236; 64,8%. A taxa de prematuridade (39/236; 16,5%, o baixo peso ao nascer (37/236; 15,7% e a restrição de crescimento fetal (38/236; 16,1% foram mais altas entre as gestantes tardias, com mais de 40 anos, com diferença significante em relação aos demais grupos. Quanto à ocorrência de óbito fetal, foi constatado nas gestantes de 40 anos incidência cinco vezes maior quando comparado aos outros grupos (diferença estatisticamente significante. CONCLUSÃO: a comparação entre o grupo de gestantes de 35 a 39 anos com o grupo controle apenas diferiu significantemente quanto ao índice de cesáreas, o que nos permite sugerir acompanhamento pré-natal diferenciado para o grupo de gestantes acima de 40 anos.PURPOSE: to evaluate perinatal results in pregnant women over 35 years old and to check differences between two groups: 35 to 39-year-old women and women older than 40. METHODS: a retrospective survey was made during the period between January/2000 and July/2003, through the analysis of obstetric charts of 3,093 pregnant women who

  19. O parto: encontro com o sagrado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Tanese Nogueira

    2006-01-01

    Full Text Available El artículo objetiva presentar la cuestión de la humanización del parto en sus fundamentos culturales y antropológicos, con la intención de añadir el punto de vista no médico al debate. Fueran utilizados los pensamientos de dos conocidos estudiosos de las religiones: Rudolf Otto y Mircea Eliade, pero fueran las referencias teóricas que forman la filosofía y la práctica alquímica que hay sido utilizadas para analizar a experiencia de una mujer quien a las cuarenta semanas de gestación invierte el camino previsto en la búsqueda de una experiencia de parto la cual se reveló como extraordinaria. El resultado de la reflexión muestra las profundas ramificaciones que la humanización del parto implica para las mujeres, sea en términos de su dimensión psicológica como de su actuación en cuanto ciudadana, madre y mujer. Finalizamos apuntando los nuevos rumbos que la humanización del parto acarrea para sus actores, en cuanto un amplio movimiento de transformación del paradigma cultural y obstétrico.

  20. Vivências de gestantes e puérperas com o diagnóstico do HIV

    OpenAIRE

    Araújo, Maria Alix Leite; Silveira, Cláudia Bastos da; Silveira, Caroline Bastos da; Melo, Simone Paes de

    2008-01-01

    Identificar as experiências de gestantes e puérperas portadoras do HIV com a quimioprofilaxia para prevenção da transmissão vertical. Estudo de abordagem qualitativa desenvolvido nos meses de março e abril de 2006 em uma maternidade de referência de Fortaleza-Ceará. Os sujeitos foram gestantes e puérperas HIV positivas em acompanhamento pré-natal e no alojamento conjunto. A coleta de dados deu-se através de entrevista e a análise em três categorias: a revelação do diagnóstico aos familiares, ...

  1. Early delivery of anencephalic fetus based on personality rights and constitutional principles Antecipação do parto de feto anencefálico à luz dos direitos da personalidade e dos princípios constitucionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha Asuncion Enriquez Prado

    2009-05-01

    Full Text Available This paper discusses the study of early delivery of anencephalic fetus. It is based on the Allegation of Breach of Fundamental Precept No. 54, which seeks to legalize this. Furthermore, it discusses the conduct of pregnant women, and argues that this procedure is considered atypical: these cases would not qualify as abortion, because for fetuses with this anomaly there is no expectation of extra-uterine life. However, it emphasizes the autonomy of the pregnant woman charging her for deciding on the anticipation or not of childbirth. The analyses of this study are based on personality rights and constitutional principles, both in relation to the fetus, as compared to the women. It also discusses the issue of abortion in Brazil and clarifies the concept of anencephaly.Este trabalho aborda o estudo da antecipação do parto de feto anencefálico. Toma como base de pesquisa a Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 54 que busca legalizar este fato. Ademais, discute acerca da conduta da gestante, defendendo que essa seja considerada atípica, visto que não se caracteriza como aborto tais casos, pois para os fetos portadores desta anomalia não existe expectativa de vida extra-uterina. Contudo, ressalta a autonomia da vontade da grávida incumbindo a ela escolher pela realização ou não de tal procedimento. As análises deste estudo fundamentam-se nos direitos da personalidade e nos princípios constitucionais, tanto em relação ao feto com em relação à mulher, além de abordar o tema do aborto no Brasil e de esclarecer mais sobre o conceito de anencefalia.

  2. Crioterapia no pos-parto: tempo de aplicacao e mudancas na temperatura perineal

    OpenAIRE

    Adriana Amorim Francisco; Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de Oliveira; Lucila Coca Leventhal; Caroline de Souza Bosco

    2013-01-01

    Estudo descritivo com dados de dois ensaios clínicos realizados em 2008 e 2009 em uma maternidade de uma instituição filantrópica da cidade de São Paulo. Teve como objetivo descrever a temperatura perineal após a aplicação de bolsa de gelo no pós-parto normal. Três grupos com 38 puérperas cada (n=114) receberam aplicação perineal de bolsa de gelo entre 2 e 48h após o parto. Os achados indicaram que com 10 min de crioterapia as médias da temperatura perineal atingiram de 13,3 a 15,3oC, com peq...

  3. Morbidade febril puerperal em pacientes infectadas pelo HIV Puerperal morbidity in HIV-positive women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea De Marcos

    2003-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as taxas de morbidade febril puerperal em pacientes infectadas pelo HIV e sua correlação com a via de parto, duração do trabalho de parto, tempo de rotura de membranas, número de células CD4+ e carga viral do HIV periparto. MÉTODOS: foram incluídas 207 gestantes infectadas pelo HIV, com seguimento pré-natal e parto entre maio de 1997 e dezembro de 2001, sendo 32 submetidas a parto vaginal e 175 a cesárea. Do total de pacientes, 62,8% foram submetidas a cesárea eletiva. A idade média no grupo analisado foi de 27,4 anos, 25,6% eram nulíparas e 26% primíparas, com idade gestacional média de 37,8 semanas no momento do parto. A contagem média de células CD4+ foi de 481 células /mm³ e da carga viral do HIV de 49.100 cópias/mL, ambas no final da gestação. RESULTADOS: a morbidade febril puerperal ocorreu em 34 pacientes, sendo 33 pós-cesárea e 1 pós-parto vaginal. O tipo mais comum de intercorrência infecciosa pós-cesárea foi infecção de cicatriz cirúrgica (13% dos casos de infecção. Os fatores analisados, como duração do trabalho de parto, tempo de rotura de membranas, contagem de células CD4+ ou carga viral do HIV periparto, não interferiram na taxa de morbidade febril puerperal. CONCLUSÕES: A incidência de morbidade febril puerperal foi de 16,8%, sendo mais freqüente pós-cesárea (18,9% que pós-parto vaginal (3,1%. Os demais fatores não mostraram relação significativa com a taxa de morbidade febril puerperal.PURPOSE: the morbidity in HIV-positive patients due to puerperal fever was studied and correlated to the method and duration of labor, the duration of premature rupture of the membranes, CD4+ cell count and the viral load (VL at peridelivery. METHODS: a total of 207 HIV-positive women with prenatal examinations and deliveries between May 1997 and December 2001 were enrolled. Of these, 32 had natural childbirth and 175 had a cesarean section. Of the total of enrolled patients, 62

  4. Parto natural ¿Qué nos dice la evidencia?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Andrés Carvajal Cabrera

    2017-05-01

    Full Text Available Introducción: Es deseable que el proceso del parto concluya con una madre y un recién nacido sano, y sea un momento especial e íntimo. El Parto Natural, ha sido propuesto como una opción para mejorar la satisfacción de las mujeres con el proceso del parto. Sin embargo, no existen definiciones serias respecto a qué es el Parto Natural, introduciendo dificultades en la atención de mujeres que solicitan un Parto Natural. Métodos: El objetivo de este artículo es revisar la mejor evidencia disponible para entender cómo debe definirse un Parto Natural y analizar si se asocia a riesgos mayores que los de la atención médica habitual del parto. Resultados: Hemos comprobado que no existen definiciones científicas consensuadas para precisar qué es el Parto Natural, dejando espacio para discusión sobre su verdadero significado. No existen estudios de diseño aleatorizado y controlado que comparen el resultado materno/perinatal del parto natural comparado con la atención habitual del parto. Las intervenciones médicas, usadas en la atención médica del parto, y que podrían ser evitadas en el Parto Natural, producen algunos cambios favorables y otros deletéreos respecto de la salud materna y perinatal. Conclusiones: La decisión de optar por el Parto Natural debe ser discutida con las mujeres que lo solicitan, precisando con ella y su pareja cuál es su concepto de parto natural o qué es lo que desean incluir o evitar, los riesgos y beneficios asociados a cada una de las intervenciones deben ser expuestos por el equipo médico, para adoptar un plan de manejo individualizado.

  5. Violencia simbólica en la atención al parto, un acercamiento desde la perspectiva de Bourdieu

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Norma Casal-Moros

    2014-06-01

    Full Text Available En la actualidad situaciones tan naturales como el embarazo y el parto se abordan como si de una patología se tratara. Esta concepción -propia del modelo biomédico- conlleva que muchas de las mujeres vivan estas situaciones desde la perspectiva de "pacientes", depositando su confianza en los profesionales de la medicina sin cuestionar las decisiones que éstos toman por ellas. Se trata de un modelo jerarquizado en el que el poder y la autoridad recaen sobre los médicos, dejando en un segundo plano la capacidad de decisión de las gestantes. Modelo en el que dichas actuaciones médicas podrían considerarse propias de un tipo de violencia que no emplea la fuerza física y que nos cuesta reconocer como tal y que Pierre Bourdieu denominó como "violencia simbólica".

  6. Prevalência de anticorpos IgG antiparvovírus B19 em gestantes durante o atendimento pré-natal e casos de hidropisia fetal não imune atribuídos ao parvovírus B19, na Cidade do Rio de Janeiro Anti-parvovirus B19 IgG antibody prevalence in pregnant women during antenatal follow-up and cases of non-immune hydropsis fetalis due to parvovirus B19, in the City of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Ricardo Araujo da Silva

    2006-10-01

    Full Text Available Com o objetivo de medir a prevalência de anticorpos IgG contra o parvovírus B19 em gestantes com até 24 semanas de idade gestacional e detectar a ocorrência de casos de hidropisia fetal não-imune atribuídos a esse vírus, coletamos 249 amostras de soro em uma maternidade de referência na cidade do Rio de Janeiro, entre junho de 2003 e março de 2005. As gestantes foram acompanhadas até o termo da gestação, sendo detectados 17 casos de hidropisia fetal. Quatro casos foram atribuídos ao parvovírus B19 e dois destes ocorreram em gestantes residentes na zona oeste da cidade, em fevereiro de 2005. Resultados positivos para anticorpos IgG antiparvovírus B19 foram encontrados em 172 (71,6% gestantes (IC 95% 65,5-77,7%, sendo esta prevalência de anticorpos comparável à encontrada em outras cidades brasileiras. A única variável associada com aquisição prévia de anticorpos IgG foi número de gestações anteriores maior que um(p= 0,02, IC 95% 0,36-0,94.With the aim of measuring the prevalence of anti-parvovirus B19 IgG antibodies during pregnancy up to 24 weeks of gestation and detecting cases of nonimmune hydrops fetalis, 249 sera from pregnant women attending a reference hospital in Rio de Janeiro city, from June 2003 to November 2004 were collected. They were followed-up until the end of pregnancy, with 17 cases of fetal hydrops detected. Four cases were caused by parvovirus B19 and two of them occurred in pregnant women living in the western zone of the city, during February 2005. Anti-parvovirus B19 IgG antibodies were found in 172 (71.6% pregnant women (CI 95% 65.5%-77.7%; this antibody prevalence is similar to results found for others Brazilian cities. The only variable associated with previous acquisition of IgG antibodies to parvovirus B19 was number of pregnancies greater than one (p= 0.02, CI 95% 0.36-0.94.

  7. Aplicação das ações preconizadas pelo Ministério da Saúde para o parto humanizado em um hospital de Santa Catarina Application of Ministry of Health guidelines for humane childbirth in a hospital in Santa Catarina, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Elias dos Reis

    2005-12-01

    Full Text Available A mudança do cenário domiciliar do nascimento para o hospitalar fez emergir nova cultura de atendimento à mulher parturiente, provocando desvalorização do potencial do cuidado humano, em suas características culturais e afetivas, e gerando desconforto e até agravos à saúde da mulher e do seu recém-nascido.Tendo em vista essa realidade, o Ministério da Saúde criou diretrizes para orientar as ações das equipes de saúde no processo de parir. O foco deste estudo foi analisar, de forma qualitativa, a aplicação dessas ações preconizadas em um centro obstétrico de um hospital do Estado de Santa Catarina. Participaram como sujeitos do estudo onze parturientes e seus recém-nascidos e acompanhantes e os profissionais da equipe de saúde que atenderam essas mulheres. A análise dos dados, levantados por observação participante, entrevista e análise documental, mostrou limitações da equipe de saúde para incorporar as referidas diretrizes no cotidiano da assistência, bem como das gestantes e acompanhantes em estimular essa prática, especialmente pelo desconhecimento que têm de seus direitos. Isto reforça a importância dessas diretrizes serem trabalhadas no pré-natal junto às gestantes e seus familiares.The change in the scenary from home birth to the hospital has created another culture in the care and attendance for woman in labor, leading to a depreciation of the potencial of the human care, in your cultural and affective characteristics and generating discomfort and even aggravating the woman’s health and her infant. Looking upon this reality, the Health Departament created gruidelines to help the actions of health teams in the process of birth. The focus of this study was to analyze, in a qualitative way, the application of those actions in a obstetric center of a hospital in the State of Santa Catarina. This research had as participants eleven women in labor, their infants and their companions and the health

  8. Experimentando cuidados en el contexto de una casa de partos: visión de las pacientes

    OpenAIRE

    GONÇALVES, Roselane; AGUIAR, Cláudia de Azevedo; MERIGHI, Miriam Aparecida Barbosa; JESUS, Maria Cristina Pinto de

    2011-01-01

    O modelo de assistência ao parto e nascimento no Brasil tem sido tema de muitas discussões e estudos sobre a incorporação de práticas obstétricas que considerem a autonomia da mulher no processo de parturição. O modelo proposto pelas Casas de Parto configura-se como um cenário para esses cuidados. Este estudo voltou-se para a compreensão da vivência da mulher parturiente no contexto de uma Casa de Parto situada em São Paulo. Os dados foram coletados no período de março a outubro de 2007 e ana...

  9. Eficacia del parto por cesárea comparado con parto vaginal en gestantes con preeclampsia severa según complicaciones maternas y neonatales

    OpenAIRE

    Salazar Cruzado, Orlando Rodolfo

    2010-01-01

    An ex post facto study was done at Belen Hospital Obstetrics Service between January and December 2009 to compare the effectiveness of cesarean and vaginal delivery in pregnant women with severe preeclampsia according to maternal and neonatal complications. The study was made with 218 pregnant women with severe preeclampsia from which 167 had cesarean deliveries and 51 vaginal ones. Both groups were compared according to their demographic and obstetric characteristics, having more incidences ...

  10. Uso do ultrassom para determinação do nível de punção lombar em gestantes Uso del ultrasonido para determinación del nivel de punción lumbar en embarazadas Use of the ultrasound to determine the level of lumbar puncture in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovani de Figueiredo Locks

    2010-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Para determinar o nível vertebral para punção lombar, utiliza-se uma linha imaginária que une as cristas ilíacas. Essa linha cruza a coluna vertebral no nível L4 ou no espaço L4-L5. Essa referência anatômica pode ser inexata em grande proporção de pacientes. Este estudo teve como objetivo determinar se há diferença na determinação do espaço vertebral L3-L4 pelo exame físico quando comparado ao ultrassom em gestantes obesas e não obesas. MÉTODO: Foram estudadas pacientes adultas submetidas à cesariana eletiva sob raquianestesia. As pacientes foram analisadas em dois grupos: obesas e não obesas. Com a paciente na posição sentada, foi determinado pelo exame físico o espaço vertebral L3-L4. Em seguida, foi executada a ultrassonografia da região lombar. Houve a identificação do osso sacro e o transdutor foi dirigido em direção cranial para identificar os processos espinhosos das vértebras lombares. Foi registrado qual nível vertebral havia sido estimado clinicamente como L3-L4. RESULTADOS: Foram incluídas 90 pacientes, sendo 43 não obesas e 47 obesas. Em todas as pacientes, foi possível a determinação dos espaços vertebrais lombares por meio da ultrassonografia. Os espaços vertebrais identificados como L3-L4 ao exame físico corresponderam aos estimados como L3-L4 pelo ultrassom em 53% e 49% nos grupos não obesas e obesas, respectivamente. Não houve diferença significativa entre os grupos. CONCLUSÕES: As percentagens de acerto na identificação do espaço vertebral L3-L4 em gestantes obesas e não obesas são baixas. A ultrassonografia da coluna vertebral pode reduzir o erro de determinação do espaço vertebral L3-L4 em gestantes obesas e não obesas.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Para determinar el nivel vertebral para la punción lumbar, se utiliza una línea imaginaria que une las crestas ilíacas. Esa línea cruza la columna vertebral en el nivel L4 o en el espacio L4-L5. Esa

  11. Vivencias de familiares en sala de espera de trabajo de parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dora Isabel Giraldo-Montoya

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo: describir las vivencias de los familiares en sala de espera de trabajo de parto. Materiales y métodos: estudio cualitativo etnográfico. Se entrevistaron diez participantes y cuatro grupos focales; la saturación se logró cuando los investigadores no encontraron más explicación, interpretación o descripción de la experiencia. Para el análisis, se usó el método de Spradley, se construyeron categorías y dominios, y se realizó análisis taxonómico. Se desarrollaron notas de campo y observación participante. Se utilizó el software Atlas ti. Resultados: los familiares experimentan necesidades de información oportuna y eficiente. El lenguaje verbal y no verbal y el contenido de la información les produjo ansiedad e incertidumbre. Los familiares sienten la necesidad de acompañar a la gestante durante el trabajo de parto para brindarle apoyo. El ambiente en la sala de espera depende de los factores internos del familiar y los factores externos de la sala. La educación en la sala de espera representó una excelente oportunidad para aprovechar el tiempo. Emergieron los dominios: comunicación terapéutica, acompañamiento, ambiente y educación. Conclusión: el significado cultural de esperar es un acontecimiento de la vida altamente significativo, atravesado por cuatro circunstancias: la comunicación, el acompañamiento, el ambiente de la sala y la educación, situaciones que cambiaron la experiencia del nacimiento.

  12. Milk production and quality of Holstein cows in function of the season and calving order Produção e qualidade do leite de vacas da raça Holandesa em função da estação do ano e ordem de parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Cristina da Silva

    2010-06-01

    ção de leite dessa lactação. ECS e teores de gordura e proteína não variaram em função da época de parição. Ordem de lactação e estação do ano ao parto causam variação na produção de leite, e é importante o uso de estratégias para minimizar o estresse calórico, principalmente no pico de lactação. Maiores cuidados devem ser tomados com vacas a partir da 4ª lactação, pois apresentam maior ECS e o estresse calórico pode favorecer a ocorrência de mastite.

  13. Perfil epidemiológico e evolução clínica pós-parto na pré-eclâmpsia grave Epidemiological profile and postpartum outcome in severe preeclampsia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brena Carvalho Pinto de Melo

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever o perfil epidemiológico e o comportamento dos níveis tensionais no puerpério de mulheres admitidas durante a gravidez com pré-eclâmpsia grave. MÉTODOS: Realizou-se uma análise secundária de um estudo de coorte, com gestantes acima de 28 semanas de gestação, com diagnóstico de pré-eclâmpsia grave, sem trabalho de parto, admitidas na maternidade do Instituto Materno-Infantil Prof. Fernando Figueira (IMIP, entre novembro de 2006 e setembro de 2007. Pacientes com hipertensão arterial crônica, doenças auto-imunes, diabetes, gestação gemelar e sinais clínicos de instabilidade hemodinâmica foram excluídas. Analisaram-se características biológicas, demográficas, obstétricas, além do comportamento da pressão sistólica e diastólica no puerpério. RESULTADOS: Incluiu-se 154 pacientes com pré-eclâmpsia grave. A média de idade foi de 25,1 + 6,5 anos. Em relação à escolaridade, 45,5% tinham 11 anos completos de estudos, 20,1% dos partos foram transpelvinos e a frequência de prematuridade encontrada foi de 59,7%. Houve dois casos de eclâmpsia, dezoito casos de síndrome HELLP e 43 casos de oligúria. A duração do internamento hospitalar puerperal variou de 1 a 30 dias e 45% das pacientes permaneceram internadas até o sétimo dia pós-parto. Emergências hipertensivas foram registradas em 53,9% das pacientes no pós-parto. Receberam alta em uso de droga anti-hipertensiva 76,5% das pacientes. Em relação à evolução dos níveis tensionais, observou-se queda dos níveis a partir do terceiro dia pós-parto. CONCLUSÃO: Puérperas com pré-eclâmpsia grave têm controle pressórico a partir do terceiro dia pós-parto e elevada freqüência de alta hospitalar em uso de drogas anti-hipertensivas.BACKGROUND: To describe maternal characteristics and blood pressure behavior in the puerperium of women admitted, during pregnancy, with diagnosis of severe preeclampsia. METHODS: A cohort study was conducted

  14. Impacto da idade materna sobre os resultados perinatais e via de parto Impact of maternal age on perinatal outcomes and mode of delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciete Helena Nascimento dos Santos

    2009-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a associação entre idade materna, resultados perinatais e via de parto. MÉTODOS: foram analisadas as informações de todas as pacientes atendidas no Serviço de Obstetrícia e Ginecologia de um hospital universitário terciário do Maranhão, no período de Julho a Dezembro de 2006. Foram alocadas em três grupos: adolescentes (10 a 19 anos, adultas (20 a 34 anos e mulheres de idade avançada (>35 anos. As variáveis estudadas foram cor, escolaridade, situação conjugal, renda familiar, paridade, número de consultas no pré-natal, idade gestacional no início do pré-natal, local do pré-natal, duração da gestação, tipo de parto, índice de Apgar no quinto minuto e peso ao nascer. Os dados foram processados no programa Epi-Info versão 3.4.1 e foram analisadas as associações entre as variáveis pela razão dos produtos cruzados, a Odds Ratio (OR, com intervalo de confiança (IC de 95%. O nível de significância adotado foi de 0,05. RESULTADOS: em 2.196 pacientes, foi verificada frequência de 25% dos partos em adolescentes, 69% em adultas e 6% de mulheres em idade avançada. Entre as adolescentes foi verificado maior risco de prematuridade (OR=1,46;IC95%=1,14-1,88 e baixo peso ao nascer (OR=1,47; IC95%=1,13-1,90, maior frequência de partos normais entre todos os grupos (65,2%, além da associação com início tardio do pré-natal (OR=1,86; IC95%=1,43-2,43, menor número de consultas (OR=2,03;IC95%=1,57-2,63 e uso de abortivo no início da gestação (OR=2,34; IC95%=1,38-3,98. Em mulheres com idade avançada constatamos forte associação com diabetes mellitus (OR=9,00; IC95%=3,18-25,19, pré-eclâmpsia (OR=4,38; IC95%=3,02-6,34, ruptura prematura de membranas (OR=5,81; IC95%=3,08-10,89, além de maior chance do índice de Apgar no quinto minuto ser menor que sete (OR=2,90; IC95%=1,37-6,01 e maior frequência de parto operatório cesáreo (60,3%. CONCLUSÕES: a gravidez na adolescência esteve associada a in

  15. Rastreamento da depressão pós-parto em mulheres atendidas pelo Programa de Saúde da Família Post-partum depression screening among women attended by the Family Health Program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Bezerra da Silva Cruz

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estimar a prevalência de depressão puerperal (DP sua associação com transtorno mental comum (TMC nas mulheres atendidas por duas unidades do Programa de Saúde da Família (PSF da cidade de São Paulo e identificar os fatores de risco associados à DP. MÉTODOS: estudo de corte transversal com 70 puérperas atendidas nas Unidades do PSF, Fazenda da Juta II e Jardim Sinhá, entre outubro de 2003 e fevereiro de 2004. Como instrumentos utilizaram-se: questionário com informações sociodemográficas econômicas e dados obstétricos e perinatais; Self-Report Questionnaire 20 (SRQ-20, para rastreamento de TMC e a Edinburgh Post-Natal Depression Scale (EPDS, para avaliação de DP. Para testar as associações entre variáveis explicativas (fatores de risco e a presença de DP foram utilizados os testes t de Student, chi2 e chi2 de tendência linear, quando indicados. Para avaliar a concordância entre a EPDS e o SRQ foi utilizado o coeficiente de concordância kappa (kapa. RESULTADOS: a prevalência de TMC e de DP foi de 37,1%. As escalas apresentaram boa concordância (kapa = 0,75. As variáveis explicativas idade materna, cor, escolaridade, ocupação e estado civil, além de idade, ocupação e instrução do companheiro, renda familiar, número de gestações, paridade, abortamentos, filhos vivos, partos prematuros, idade gestacional, tipo do parto, planejamento da gestação, Apgar de 1º e 5º minuto, sexo e peso do recém-nascido e aleitamento materno não apresentaram significância estatística. Quanto maior a percepção de suporte social do marido, menor a prevalência de DP (p=0,03. CONCLUSÃO: devido à alta prevalência e impacto negativo sobre a mãe e seu filho, é valioso sensibilizar o profissional de saúde para a importância da DP.PURPOSE: to estimate the prevalence of Family Health Program postpartum depression (PPD and its association with minor mental disorders (MMD among women attended in two (FHP PSF units

  16. Uso de medicamentos entre gestantes de um município no sul de Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius Miranda BORGES

    2018-04-01

    mais de um medicamento. O controle e supervisão do uso de medicamentos devem ser levados em consideração durante os cuidados no pré-natal, visto que o consumo de certos medicamentos durante a gestação pode acarretar em danos teratogênicos e/ou complicações que causam aborto e comprometem a saúde da gestante.

  17. Transtornos psiquiátricos no pós-parto Postpartum psychiatric disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amaury Cantilino

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O pós-parto é um período de alterações biológicas, psicológicas e sociais. Essa é considerada a época mais vulnerável para a ocorrência de transtornos psiquiátricos. A disforia puerperal, a depressão pós-parto e a psicose pós-parto têm sido classicamente relacionadas ao pós-parto. Atualmente, tem sido observado que os transtornos ansiosos também estão associados a esse período. MÉTODO: Neste artigo é feita uma revisão da bibliografia acerca de transtornos psiquiátricos no pós-parto a partir de artigos encontrados no PubMed e no SciELO entre os anos de 2000 e 2009. Livros, teses e outros artigos considerados relevantes citados no material consultado também foram incluídos. RESULTADOS: A disforia puerperal ocorre em 50% a 85% das mulheres, o quadro é leve e transitório e não requer tratamento. A depressão pós-parto tem prevalência em torno de 13%, pode causar repercussões negativas na interação mãe-bebê e em outros aspectos da vida da mulher e deve ser tratada. A psicose pós-parto é rara, aparecendo em cerca de 0,2% das puérperas. Tem quadro grave que envolve sintomas psicóticos e afetivos, havendo risco de suicídio e infanticídio e geralmente requerendo internação hospitalar. Os transtornos ansiosos podem ser exacerbados ou precipitados no pós-parto, especialmente o transtorno de ansiedade generalizada, o transtorno de estresse pós-traumático e o transtorno obsessivo-compulsivo. CONCLUSÃO: Apesar de não serem reconhecidos como entidades diagnósticas pelos sistemas classificatórios atuais, os transtornos mentais no puerpério apresentam peculiaridades clínicas que merecem atenção por parte de clínicos e pesquisadores.OBJECTIVE: The postpartum period is marked by biological, psychological and social changes. Women are considered most susceptible to psychiatric disorders during the postpartum period. Puerperal blues, postpartum depression and postpartum psychosis have been

  18. Rescatando el autocuidado de la salud durante el embarazo, el parto y al recién nacido: representaciones sociales de mujeres de una comunidad nativa en Perú

    OpenAIRE

    Chávez Alvarez,Rocío Elizabeth; Arcaya Moncada,Maria Josefa; Garcia Arias,Gladys; Surca Rojas,Teresa Catalina; Infante Contreras,Maria Virginia

    2007-01-01

    Este estudio cualitativo tuvo el objetivo de conocer el autocuidado tradicional de mujeres nativas durante el embarazo, el parto y al recién nacido. Fueron efectuadas 16 entrevistas parcialmente estructuradas a madres y parteras de una comunidad nativa peruana. Con el soporte de la teoría de las representaciones sociales y el método etnográfico, emergieron tres categorías temáticas: los símbolos y prácticas tradicionales representadas al cuidarse, preparan a la gestante para un pa...

  19. Síndrome de Horner y bloqueo del plexo braquial ipsilateral en un caso de analgesia epidural para el trabajo del parto Horner´s sydrome and ipsilateral brachial plexus block during an epidural analgesia labour procedure

    OpenAIRE

    J. Avellanosa; J. Vera; P. Morillas; E. Gredilla; F. Gilsanz

    2006-01-01

    El Síndrome de Horner es una complicación de la anestesia epidural que aparece más frecuentemente en pacientes obstétricas debido a los cambios fisiológicos y anatómicos propios del embarazo; sin embargo, su incidencia es baja, y sólo se han descrito dos casos previos asociando un bloqueo del plexo braquial. Presentamos el caso de una gestante de 23 años que precisó analgesia epidural para el trabajo de parto. Tras comprobar la correcta colocación del catéter se administró una dosis inicial e...

  20. Caracterización de las gestantes de alto riesgo obstétrico (ARO en el departamento de Sucre (Colombia, 2015

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Judith Martínez Royert

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo: Caracterizar las gestantes de Alto Riesgo Obstétrico ( ARO que acuden a una IPS pública en el departamento de Sucre, Colombia (periodo enero, febrero y marzo de 2015. Material y métodos: Estudio cuantitativo, descriptivo. La muestra la conformaron 123 gestantes ARO . Se utilizó un instrumento elaborado por las investigadoras; se sometió a validez de constructo y contenido, y análisis de consistencia interna mediante el alfa de Cronbach. Resultados: El 13,18 % de las gestantes eran menores de 18 años; 38,2% procedentes de la capital y 19,5 % de la región del San Jorge; 66 % no manifestaron antecedentes patológicos; 13,8 % presentaron complicaciones de amenaza de aborto o de parto pretérmino; 37 % eran nulípara; 20.3 % tenían cesárea anterior; 22.8 % sufrieron abortos; 54.5 % manifestaron tensión emocional y mal humor; 82.9% no programaron el embarazo; 24 % con periodo intergenésico de 1 año; 55.3 % (68 gestantes se encontraban entre la semana 30 y 40 de gestación al momento de participar en el estudio. Conclusiones: La subregión de la Sabana y San Jorge fueron las que presentaron mayor número de gestantes de alto riesgo. Entre las patologías preexistentes más frecuentes se encontró anemias y migrañas, así como las del sistema endocrino y respiratorio. Esta investigación servirá como referente para proporcionar conocimiento respecto al perfil de las gestantes de alto riesgo en Sucre, para que los profesionales involucrados en su atención desempeñen un rol que permita contribuir al control y prevención de las complicaciones en ellas y en la reducción significativa de la mortalidad materna.

  1. Proteção do recém-nascido contra o tétano pela imunização ativa da gestante com antitoxina tetânica: estudo original de 1953 Protection of newborn infants against tetanus by active immunization of the pregnant women with tetanus antitoxin: the 1953 original study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Augusto Gomes Mattos

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar, em cobaias prenhes e em gestantes, a produção de antitoxina tetânica induzida pela aplicação da anatoxina tetânica e estudar a sua passagem para o recém-nascido. MÉTODOS: Na primeira fase, em estudo experimental, cobaias prenhes foram vacinadas com duas doses de toxóide tetânico em um intervalo de 15 dias, seguida da dosagem de anticorpos na cobaia imunizada, na prole ao nascer e 15 dias após o nascimento. Outro grupo de animais previamente vacinado recebeu uma dose de reforço 30 dias antes do parto, medindo-se o nível de anticorpos na cobaia e na prole. Na segunda fase, em ensaio clínico, as gestantes humanas foram vacinadas com três injeções de anatoxina tetânica, com um intervalo de 30 dias, em qualquer período da gravidez, medindo-se, a seguir, a antitoxina tetânica. Nos recém-nascidos, os anticorpos foram medidos ao nascer e aos 15 dias de vida. RESULTADOS: O título de antitoxina no sangue da prole de cobaias vacinadas com anatoxina tetânica foi elevado ao nascimento e aos 15 dias de vida. A dose de reforço provocou elevação do título basal. Nas gestantes, a aplicação de três doses de toxóide antitetânico conferiu imunidade a 95% dos recém-nascidos estudados. Os recém-nascidos de mães vacinadas apresentaram títulos elevados de antitoxina que persistiram por mais de 15 dias de vida. CONCLUSÕES: A vacinação durante a gestação foi acompanhada de títulos protetores de antitoxina contra o tétano tanto nos filhotes de cobaias quanto nos recém-nascidos humanos.OBJECTIVE: To measure, in pregnant guinea pigs and women, the production of tetanus antitoxin, induced by vaccination with tetanus toxin, and to study the transmission of these antibodies to the offspring. METHODS: In an experimental design, pregnant guinea pigs were vaccinated with two doses of tetanus toxoid with a 15-day interval followed by determination of antibodies in the immunized guinea pig, in the offspring at birth

  2. Influência do tipo de parto na hematologia do cordão umbilical de cães

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Godoy Aline Vieira

    2005-01-01

    Full Text Available O sangue do cordão umbilical humano tem sido crescentemente utilizado como fonte de células-tronco. Os modelos experimentais de células-tronco da medula óssea, em cães, têm propiciado informações importantes para transplantes medulares em humanos. Vários trabalhos citam a influência do tipo de parto nas características do sangue do cordão umbilical (SCU humano. Entretanto, não existem relatos sobre a colheita do sangue do cordão umbilical de cães. O objetivo deste ensaio é avaliar a influência do tipo de parto na hematologia do cordão umbilical de cães. No presente protocolo experimental, foram estudados 54 fetos de cães, ao final da vida intra-uterina, provenientes de parto normal (n=24 e cesariana (n=30. A colheita de sangue do cordão umbilical foi realizada com seringa de cinco mL contendo solução anticoagulante EDTA (1mg/1mL sangue. Em seguida, a contagem global de hemácias, leucócitos, plaquetas, a determinação da concentração de hemoglobina, taxa de hematócrito, os índices eritrocitários foram realizados no contador automático de células. A contagem diferencial de leucócitos foi determinada em esfregaços de SCU corados com May-Grunwald-Giemsa (MGG. Com relação ao eritrograma e ao plaquetograma, não houve diferença significativa entre as amostras obtidas em cesarianas e partos normais. Os valores do leucograma do SCU colhido em partos normais foram superiores àqueles obtidos em cesarianas (P<0,05. Portanto, o tipo de parto influencia os valores hematológicos do cordão umbilical de cães.

  3. Prevalencia de anemia en gestantes, Hospital Regional de Pucallpa, Perú

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Becerra César

    1998-01-01

    Full Text Available Las encuestas demográficas de salud y población del Perú indican que las tasas globales de fecundidad, la proporción de adolescentes embarazadas y la mortalidad maternoinfantil son más altas en la selva que en otras zonas del país. Las parasitosis intestinales endémicas agravan el riesgo de anemia ya generalmente presente en las embarazadas por deficiencias de hierro, ácido fólico y otros nutrientes. En muchos países latinoamericanos, esa es la complicación más frecuente del embarazo y está asociada con partos pretérmino, bajo peso al nacer y mortalidad perinatal. Los estudios realizados sobre este tema en la selva peruana son escasos y no se dispone de estimaciones confiables de la prevalencia de anemia durante la gestación. Los autores se propusieron determinar la prevalencia de anemia en mujeres gestantes que acudían al Hospital Regional de Pucallpa, en la selva del Perú, entre enero de 1993 y junio de 1995. El estudio de corte transversal se basó en los registros de control prenatal y de parto de 1 015 embarazadas y permitió estudiar la asociación entre la prevalencia de anemia y variables como edad cronológica, escolaridad, número de gestaciones previas y peso de la madre al inicio del embarazo. También se compararon los valores de la hemoglobina materna con el peso de los recién nacidos. La prevalencia de anemia en la población de gestantes fue de 70,1%, valor que no se modificó por efecto de la edad materna, la escolaridad ni el intervalo intergenésico. La prevalencia de anemia se asoció directamente con el número de gestaciones e inversamente con la ganancia de peso durante el embarazo. La tasa de mortalidad perinatal fue de 37,7 por 1 000 nacidos. Ni esta tasa ni el peso de los recién nacidos resultaron asociados con el grado de anemia de la madre. El análisis de regresión multivariado muestra que el peso de la madre al inicio de la gestación (P = 0,0001, el peso ganado durante la gestación (P = 0

  4. Centralização da Circulação Fetal em Gestações de Alto Risco: Avaliação da Vitalidade Fetal e Resultados Perinatais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nomura Roseli Mieko Yamamoto

    2001-01-01

    Full Text Available Objetivos: analisar, nas gestações de alto risco com diagnóstico de centralização da circulação fetal, os resultados perinatais e a avaliação da vitalidade fetal de acordo com a dopplervelocimetria da artéria umbilical (AU. Métodos: foram estudadas 717 gestantes de alto risco avaliadas pelo Setor de Vitalidade Fetal da Clínica Obstétrica do HC-FMUSP. Todas foram submetidas aos exames em períodos de até 72 horas que antecederam o parto. Foram excluídas as gestações múltiplas e as com diagnóstico de malformações fetais. A centralização foi caracterizada de acordo com o valor do índice de pulsatilidade (IP da ACM (IP abaixo do 5º percentil para a idade gestacional = fetos com centralização. A dopplervelocimetria da AU foi classificada como alterada quando a relação A/B foi superior ao percentil 95 para a idade gestacional. Resultados: nas gestantes com dopplervelocimetria da AU normal (560 pacientes -- 78,1%, observamos correlação apenas entre a centralização e a cardiotocografia suspeita ou alterada (17,1%. Nas gestantes com dopplervelocimetria da AU alterada (157 pacientes -- 21,9% as médias dos seguintes parâmetros foram significativamente menores no grupo com centralização (105 casos -- 66,9%: peso do recém-nascido (1810,5±769,3 g, idade gestacional (34,4±3,6 sem e pH no nascimento (7,20±0,1. Houve também, neste grupo, correlação significativa entre a centralização e alterações na cardiotocografia (57,2%, índice de Apgar de 1º minuto inferior a 7 (43,8% e 5º minuto inferior a 7 (12,4%. Conclusões: o diagnóstico da centralização da circulação fetal pela dopplervelocimetria da ACM é significativo apenas em gestações que cursam com algum grau de insuficiência placentária, não se relacionando com piora dos resultados perinatais em gestantes com função placentária normal.

  5. Avaliação da medida do comprimento do colo e da ausência do eco glandular endocervical para predição do parto pré-termo Evaluation of risk for preterm delivery by measurement of uterine cervix and cervical gland area

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudio Rodrigues Pires

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a prevalência do sinal eco glandular endocervical (EGE e o comprimento cervical menor ou igual a 20 mm em gestantes entre a 21ª e a 24ª semana e comparar estes sinais ecográficos como fatores indicadores de parto pré-termo espontâneo. MÉTODOS: estudo prospectivo transversal no qual foram incluídas 361 gestantes da população geral, para realização de exame ultra-sonografico em idade gestacional entre a 21ª a 24ª semana. Os critérios de exclusão do estudo foram malformações müllerianas, gestações múltiplas, malformações fetais, óbito fetal, alterações da quantidade de líquido amniótico, placenta com inserção segmentar, antecedentes de cirurgia no colo uterino (conização, amputação, cerclagem e procedimentos cirúrgicos durante a gestação. Após a realização do exame ultra-sonográfico obstétrico morfológico efetuado por via abdominal, seguiu-se o exame ecográfico por via vaginal para observação de uma faixa hipoecóica ou hiperecóica adjacente ao canal endocervical correpondente às glândulas do epitélio endocervical (EGE e mensuração do comprimento cervical. As variáveis qualitativas são representadas por freqüência absoluta e relativa, ao passo que as variáveis quantitativas, por média, desvio-padrão, mediana e valores mínimo e máximo. A associação entre as variáveis qualitativas foi avaliada pelo teste c² ou teste exato de Fisher. Para cada variável estudada, foi calculado o risco relativo seguido do intervalo com 95% de confiança. A técnica de análise de regressão logística univariada foi utilizada para verificar, entre as variáveis estudadas, quais foram indicativas de parto pré-termo espontâneo. O nível de significância adotado foi de 95% (alfa = 5% e descritivos (p iguais ou inferiores a 0,05 foram considerados significantes. RESULTADOS: a incidência do parto pré-termo espontâneo foi de 5,0%. O comprimento do colo uterino revelou-se igual ou

  6. Determinantes nutricionais e sóciodemográficos da variação de peso no pós-parto: uma revisão da literatura Nutritional and socio-demographic determinants of post-partum weight change: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Beatriz Trindade de Castro

    2009-06-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo de revisão sobre os fatores nutricionais e sócio-demográficos da variação de peso no pós-parto. Foi realizada uma busca bibliográfica nas bases de dados eletrônicas Scientific Eletronic Library On-line (SciELO, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE referente a literatura publicada na última década (1997-2008. Treze artigos, um informe técnico e dois livros considerados relevantes sobre o assunto e publicados anteriormente ao ano 1997 foram citados na revisão. A revisão priorizou estudos de ensaios clínicos randomizados e de seguimento realizados com gestantes e mulheres no pós-parto. Os resultados obtidos mostram como principais fatores associados com a variação de peso no pós-parto o ganho de peso gestacional acima das recomendações do Institute of Medicine, Índice de Massa Corporal Pré-Gestacional > 25 kg/m2, dieta, tempo e intensidade do aleitamento materno e os fatores sócio-demográficos: raça negra, primiparidade, idade materna, baixa renda e baixa escolaridade. A prática regular de atividade física é recomendada como uma estratégia para evitar o ganho de peso excessivo e melhorar a perda de peso durante o pós-parto. No Brasil não existe uma estratégia nacional para prevenir o ganho de peso excessivo e garantir a adequada perda de peso nesse período. Durante o pós-parto, a maioria das ações de saúde visa basicamente garantir o aleitamento materno.This study is a review of nutritional and sociodemographic factors determining post-partum weight variation. A bibliographical search was carried out on the electronic databases Scientific Eletronic Library On-line (SciELO, Latin-American and Caribbean Literature on Health Sciences (LILACS and Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE for titles published in the past decade (1997-2008. Thirteen articles, one technical

  7. Utilização das recomendações de nutrientes para estimar prevalência de consumo insuficiente das vitaminas C e E em gestantes Using recommended intakes to estimate the prevalence of insufficient consumption of vitamin C and E by pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maíra Barreto Malta

    2008-12-01

    Full Text Available Na gestação ocorrem adaptações que conduzem a um aumento da taxa metabólica basal, caracterizando um estado de alto nível de estresse oxidativo, tornando relevante a avaliação do consumo de nutrientes antioxidantes por mulheres grávidas. Este estudo teve como objetivo estimar a prevalência de consumo insuficiente das vitaminas C e E em gestantes assistidas em serviços públicos de saúde. Estudou-se amostra (n=107 representativa das mulheres no segundo trimestre gestacional atendidas durante o pré-natal nas unidades de atenção básica do município de Botucatu/SP. O consumo foi investigado mediante dois inquéritos recordatórios de 24 horas. Para estimar a prevalência de inadequação de consumo na população, foi utilizado o método EAR como ponto de corte. Diferenças de consumo (em tercis em relação a fatores socioeconômicos, obstétricos e hábitos de vida foram pesquisadas mediante análise estratificada, adotando-se pThe changes that occur during pregnancy lead to an increase in the basal metabolic rate, which characterizes a high oxidative-stress condition, thus making the evaluation of the intake of antioxidant nutrients by pregnant women a relevant issue. This study aimed at estimating the prevalence of insufficient intake of vitamin C and E by pregnant women assisted by public healthcare services. A representative sample (n=107 of women in the second gestational trimester was studied. Such women's prenatal care was provided by basic healthcare units in the city of Botucatu/SP. Intake was investigated by two 24-hour recalls. The EAR method was adopted as cutoff point in order to estimate the prevalence of intake inadequacy in the population. Intake differences (in terciles in relation to social, economic and obstetric factors as well as lifestyle were investigated by means of stratified analysis and by adopting a level of significance of p<0.05. The prevalence rates estimated for the insufficient intake of vitamins C

  8. Fatores culturais que interferem nas experiências das mulheres durante o trabalho de parto e parto Los factores que interfieren en las experiencias de las mujeres durante el trabajo de parto y parto Factors interfering in the experience of women in childbirth process and in childbirth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Gorette Andrade Bezerra

    2006-06-01

    Full Text Available O parto é um acontecimento de relevância na vida da mulher, uma vez que constitui momento único para o binômio mãe-filho. O estudo teve como objetivo compreender os fatores que interferem nas experiências vividas pela parturiente. Participaram sete parturientes que tiveram filhos através de parto normal, em uma maternidade pública de Fortaleza-Ceará. A coleta dos dados ocorreu nos meses de junho a agosto de 2003. Para coleta e análise dos dados foi utilizada a Etnoenfermagem. Os achados foram refletidos na Teoria da Diversidade e Universalidade do Cuidado Cultural, de Leininger, e foram organizados em três categorias: medo; influência das crenças e religiosidade e gestação anterior. A prática do cuidado cultural na assistência à mulher mostrou como é importante a comunicação e o respeito às suas crenças e valores no momento do trabalho de parto e parto.El parto es una ocurrencia de importancia en la vida de la mujer, pues se constituye un momento único para el binomio madre-hijo. El estudio tuvo por objetivo comprender los factores que interfieren en las experiencias vividas por la parturienta. Participaron siete parturientas que tuvieron sus hijos a través del parto normal, en una maternidad pública de Fortaleza-Ceará. La recolecta de los datos ocurrió en los meses de junio, julio y agosto de 2003. Para la recolecta y el análisis de los datos fue utilizada la Etnoenfermería. Los hallazgos fueron reflejados en la Teoría de la Diversidad y Universidad del Cuidado Cultural de Leininger, y fueron organizados en tres categorías: Miedo; Influencia de las creencias y religiosidad; Gestación anterior. La práctica del cuidado cultural en la atención a la mujer nos ha mostrado la importancia de la comunicación y respecto a sus creencias y valores en el momento que se pone de parto y parto.Childbirth is a relevant happening in a woman's life, as it is a unique moment for the mother-child binomial. This study aimed at

  9. Misoprostol sublingual versus vaginal para indução do parto a termo Sublingual versus vaginal misoprostol for labor induction of term pregnancies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olímpio Barbosa de Moraes Filho

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar efetividade e segurança de uso de comprimido sublingual de 25 µg de misoprostol com o comprimido vaginal de 25 µg do misoprostol na indução do parto com idade gestacional e > 37 semanas e colo uterino desfavorável. MÉTODOS: realizou-se ensaio clínico controlado e aleatorizado, não cego, na Maternidade Monteiro de Morais (CISAM-UPE, em Recife, no período de outubro de 2003 a fevereiro de 2004. Participaram do estudo 123 gestantes com idade gestacional e > 37 semanas, índice de Bishop PURPOSE: to compare the effectiveness and safety of sublingual misoprostol (25 µg versus vaginal misoprostol (25 µg (Prostokos® for labor induction with gestational age > 37 weeks and unripe cervices. METHODS: a randomized controlled clinical trial was performed at the Maternidade Monteiro de Morais (CISAM-UPE, in Recife - PE, Brazil, from October 2003 to February 2004. One hundred and twenty-three women with gestational age > 37 weeks, Bishop score <8, not in labor and with medical indication for interruption of pregnancy were included in this study. The women received randomly 25 µg sublingual misoprostol or 25 µg vaginal misoprostol every 6 h, not exceeding eight doses. In order to evaluate the differences between the groups, means, standard deviations, Student's t-test, c² trend and Mann-Whitney test were used. The statistical significance was considered to be 5%. RESULTS: there were no significant differences between the number of women with vaginal delivery in the sublingual group as compared with the vaginal group (65.5 vs 75.8%, p<0.22, or in the interval of time between the induction onset and delivery (24 h and 42 min vs 20 h and 37 min respectively, p=0.11. The two groups, sublingual and vaginal, also did not differ as to the hyperstimulation syndrome (1.7 vs 3.2%, p=0.95, meconium incidence (5.2 vs 4.8%, p=0.74, Apgar score <7 at 5 min (3.4 vs 4.8%, p=0.98 and other adverse effects. CONCLUSION: twenty-five micrograms of

  10. Baixas doses de misoprostol vaginal (12,5 versus 25 mcg para indução do parto a termo Low-dose vaginal misoprostol (12.5 versus 25 µg for induction of labor at term

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Airton Rangel Filho

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a efetividade de baixas doses de misoprostol vaginal (12,5 versus 25 mcg para indução do trabalho de parto. MÉTODOS: ensaio clínico controlado, randomizado, duplo-cego, realizado entre maio de 2005 e abril de 2006. Foram incluídas 62 gestantes com gravidez a termo, membranas íntegras, que necessitaram de indução do parto. Foi administrado 25 mcg (32 ou 12,5 mcg de misoprostol (30, a cada quatro horas, até, no máximo, oito doses. Estudaram-se o tipo de parto, tempo entre o início da indução e o parto, complicações perinatais e efeitos maternos adversos. As variáveis de controle foram idades materna e gestacional, paridade e índice de Bishop. Os testes estatísticos utilizados foram cálculos de médias, desvios padrão e teste t de Student (variáveis numéricas contínuas, c² (variáveis categóricas e Mann-Whitney (variáveis discretas. RESULTADOS: não houve diferença significante entre o Grupo de 12,5 e 25 mcg em relação ao intervalo de tempo entre a primeira dose e o parto (1.524 minutos versus 1.212 minutos, p=0,3, na freqüência de partos vaginais (70 versus 71,8%, p=0,7, no escore de Apgar inferior a sete ao quinto minuto (3,3 versus 6,25%, p=0,5 e na freqüência de taquissistolia (3,3 versus 6,2%, p=0,5. A média da dose total administrada de misoprostol foi significativamente maior no Grupo de 25 mcg (40 versus 61,2 mcg, p=0,03. CONCLUSÕES: misoprostol vaginal na dose de 12,5 mcg foi eficiente, com efeitos colaterais semelhante, à dose de 25 mcg de misoprostol vaginal, para indução do parto a termo.PURPOSE: to compare the effectiveness of low doses of vaginal misoprostol (12.5 versus 25 µg for induction of labor. METHODS: a double-blind, randomized, controlled clinical trial was performed in Santa Casa de Misericórdia de Sobral, from May 2005 to April 2006. Sixty-two term pregnant women, with intact membranes and with indication for labor induction, were included. They randomly received 25

  11. Resultados da abordagem do Diabetes Mellitus Gestacional no Centro de Especialidades em Saúde da Mulher e da Criança de Itanhaém-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Ortolani

    2018-02-01

    Full Text Available Estudo documental de prontuários de gestantes portadoras de Diabetes Gestacional encaminhadas ao Pré-Natal de alto risco ao Centro de Especialidade em Saúde da Mulher e da Criança – Cescrim “Paula Vegas”. localizada no Município de Itanhaém-São Paulo, Brasil, com o objetivo de identificar as gestações de risco durante o acolhimento por enfermeiros. De um total de 234 gestantes cadastradas no sistema PNAR-Pré-Natal de Alto Risco, foram selecionados 32 prontuários de acordo com a proposta da pesquisa, no período de setembro de 2015 a junho de 2016, os quais foram examinados de acordo com as seguintes variáveis: idade, ocupação, renda, situação conjugal, gravidez planejada, número de gestações, paridade, abortos, natimortos, tipo de parto, número de filhos vivos, data do último parto, idade gestacional, peso atual, estatura, IMC, uso de substâncias ilícitas  glicemia de jejum no início do pré-natal, controle de glicemia capilar e teste oral de tolerância à glicose (TOTG de jejum e de 2 horas. Os dados obtidos foram tabulados e colocados em tabelas de frequência. Os resultados específicos para o rastreamento do DMG, apontaram 59,3% para 1ª glicemia em jejum entre 92 e 125 mg/dl, confirmando assim a suspeita de diabetes gestacional. Nos resultados indeterminados, a 2ª glicemia comprovou que 53% tiveram resultados alterados, mostrando a necessidade de se confirmar o exame para diagnóstico precoce do DMG. Dos exames utilizados como coadjuvantes para rastreamento, como Teste de Tolerância à Glicose, Glicemia Capilar os resultados apontaram para 28% do controle glicêmico alterado, assim como Teste de Tolerância, com glicemia de 2 horas, com 18,7% alterados. Também se avaliou o perfil das gestantes, os fatores de risco para o Diabetes Gestacional, a metodologia empregada para a suspeita do diagnóstico, a condução dos casos com critérios confirmados e a atuação das Enfermeiras durante a consulta de

  12. A inserção do acompanhante de parto nos serviços públicos de saúde de Santa Catarina, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Odalea Maria Bruggemann

    2013-09-01

    Full Text Available Pesquisa descritiva, quantitativa, que objetivou descrever a inserção do acompanhante de escolha da parturiente durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato nos serviços vinculados ao Sistema Único de Saúde que prestam assistência ao parto em Santa Catarina/Brasil, e identificar os aspectos que facilitaram e dificultaram esse processo. A população foi composta pelos 138 serviços do estado. Os dados foram coletados de maio/2010 a junho/2011, por meio de questionário enviado aos diretores e por contato telefônico, e posteriormente analisados por estatística descritiva. Dos 135 serviços contatados, 54,8% referiram que sempre permitem a presença do acompanhante, 32,6% permitem às vezes, 11,9% nunca permitem e 0,7% não responderam. A maioria dos serviços permite a presença do acompanhante. No entanto, em alguns deles essa prática ainda é implementada com restrições, pois a escolha da parturiente não é respeitada e impede-se a permanência do acompanhante no momento do parto.

  13. A inserção do acompanhante de parto nos serviços públicos de saúde de Santa Catarina, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Odalea Maria Bruggemann

    Full Text Available Pesquisa descritiva, quantitativa, que objetivou descrever a inserção do acompanhante de escolha da parturiente durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato nos serviços vinculados ao Sistema Único de Saúde que prestam assistência ao parto em Santa Catarina/Brasil, e identificar os aspectos que facilitaram e dificultaram esse processo. A população foi composta pelos 138 serviços do estado. Os dados foram coletados de maio/2010 a junho/2011, por meio de questionário enviado aos diretores e por contato telefônico, e posteriormente analisados por estatística descritiva. Dos 135 serviços contatados, 54,8% referiram que sempre permitem a presença do acompanhante, 32,6% permitem às vezes, 11,9% nunca permitem e 0,7% não responderam. A maioria dos serviços permite a presença do acompanhante. No entanto, em alguns deles essa prática ainda é implementada com restrições, pois a escolha da parturiente não é respeitada e impede-se a permanência do acompanhante no momento do parto.

  14. Depressão pós-parto em puérperas: conhecendo interações entre mãe, filho e família Depresión posparto en puérperas: conociendo interacciones entre madre, hijo y familia Postpartum depression in puerperal women: knowing the interactions among mother, son and family

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Cláudia Sousa da Silva

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a interação de puérperas, que apresentam depressão pós-parto, com seus filhos e compreender a percepção de familiares sobre a doença e cuidados maternos prestados por essas puérperas. MÉTODOS: Estudo qualitativo de caráter exploratório que teve como sujeitos do estudo quatro puérperas com depressão pós-parto, acompanhadas em um Centro de Atenção Psicossocial do município de Quixadá - CE e quatro familiares. Foram realizadas visitas domiciliárias para a execução de entrevistas em profundidade. Os dados foram analisados conforme a técnica de análise de conteúdo proposta por Morse e Field. RESULTADOS: As principais alterações emocionais relatadas foram o choro fácil e nervosismo. As puérperas sentiam-se frustradas e/ou inseguras quanto ao exercício da maternidade. Como agravante foi observado que familiares desconheciam o problema da depressão pós-parto. CONCLUSÃO: O cuidado de enfermagem nessa situação deve começar no pré-natal com avaliação da auto-estima, da rede de suporte social e da satisfação das futuras mães.OBJETIVO: Conocer la interacción de puérperas, que presentan depresión posparto, con sus hijos y, comprender la percepción de familiares sobre la enfermedad y cuidados maternos prestados por esas puérperas. MÉTODOS: Estudio cualitativo de carácter exploratorio que tuvo como sujetos de estudio cuatro puérperas con depresión posparto, acompañadas en un Centro de Atención Psicosocial del municipio de Quixadá (estado de Ceará, y cuatro familiares. Fueron realizadas visitas domiciliarias para la ejecución de entrevistas en profundidad. Los datos fueron analizados conforme la técnica de análisis de contenido propuesta por Morse e Field. RESULTADOS: Las principales alteraciones emocionales relatadas fueron el llanto fácil y el nervosismo. Las puérperas se sentían frustradas y/o inseguras en lo referente al ejercicio de la maternidad. Como agravante fue observado

  15. Comportamento da freqüência cardíaca, pressão arterial e peso hidrostático de gestantes em diferentes profundidades de imersão Behavior of heart rate, blood pressure, and hydrostatic weight of pregnant women at different immersion depths

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilana Finkelstein

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar as respostas de freqüência cardíaca (FC, pressão arterial (PA e peso hidrostático (PHem grávidas imersas em diversos pontos anatômicos até o processo xifóide. MÉTODOS: onze gestantes foram submetidas ao seguinte procedimento experimental: 10 minutos em decúbito dorsal, para avaliação da FC e PA no repouso; 2 minutos em pé, para avaliação das medidos iniciais de FC, PA e massa; e um minuto para cada profundidade de imersão. Foram medidos a FC, PA e PH após imersão no nível do tornozelo, joelho, quadril, cicatriz umbilical e processo xifóide. Utilizaram-se estatística descritiva, testes de normalidade de Shapiro-Wilks e homogeneidade de Levene, ANOVA one-way e teste de Bonferroni, com pPURPOSE: to identify the responses of heart rate (HR, blood pressure (BP, and hydrostatic weight (HW in pregnant women immersed up to different anatomic points as far as the xiphoid process. METHODS: eleven pregnant women underwent the following experimental procedure: 10 minutes in recumbent position for evaluation of HR and BP at rest; 2 minutes in standing position for evaluation of initial measures of HR, BP and mass, and one minute for each immersion depth. HR, BP and HW were measured after immersion up to the level of the ankle, knee, hip, navel, and xiphoid process, respectively. Descriptive statistics, test of normality (Shapiro-Wilks, homogeneity of variance test (Levene, one-way ANOVA and the Bonferroni test (SPSS version 8.0 were used, with significance at p<0.05. RESULTS: significant differences were found for HR, diastolic BP and mean BP starting from the xiphoid process (79.1±5.1 bpm; 53.3±6.7 mmHg and 63.9±6.2 mmHg, respectively and for the systolic BP starting from the navel (92.7±11.1 mmHg. Significant differences were seen in all measurements of percent HW reduction, as in previous studies carried out with non-pregnant women. CONCLUSION: the obtained results showed a decrease in HR and BP on water

  16. Métodos para indução do parto Methods for labor induction

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olímpio Barbosa de Moraes Filho

    2005-08-01

    Full Text Available O interesse da obstetrícia moderna pela indução do parto é demonstrado pela grande quantidade de artigos científicos publicados nos últimos anos. Os avanços da medicina em geral e da obstetrícia em particular têm permitido que mais gestações de risco evoluam até o termo ou próximo dele, com indicação materna ou fetal de interrupção da gestação antes do desencadeamento do trabalho de parto espontâneo. Isso coloca o obstetra na situação entre a escolha da cesárea ou da indução do parto. Para que o obstetra faça a escolha pela indução do parto e desta forma colabore com a diminuição da incidência de cesárea, é necessário que haja método acessível, barato, seguro, efetivo, de fácil utilização e de boa aceitabilidade. Embora exista grande quantidade de métodos de indução do parto relatados na literatura médica, sabe-se que ainda não há método ideal. No entanto, dentre eles, dois se destacam. O primeiro é a ocitocina, que possui as vantagens de promover contrações uterinas fisiológicas de trabalho de parto e com possibilidade de reverter os quadros de aumento da contratilidade uterina com a sua suspensão. O outro método é o misoprostol, o mais utilizado na atualidade, que amadurece o colo uterino e provoca contrações uterinas de trabalho de parto. No entanto, em relação ao misoprostol ainda existem controvérsias sobre sua dose e via ideal e segurança.The interest of modern obstetrics in labor induction can be demonstrated by the huge amount of scientific articles published during the last few years. The advances of medicine in general and particularly of obstetrics allowed that more risky pregnancies reach term or near term, with a maternal or fetal indication for pregnancy interruption before the spontaneous onset of labor and delivery. This leads the obstetrician to the situation of choosing between cesarean section and labor induction. With the aim of helping the obstetrician to make the

  17. Sentimentos, representações e expectativas da gestante relativamente ao filho: estudo exploratório com uma amostra de gestantes do Centro Hospitalar Cova da Beira

    OpenAIRE

    Gonçalves, Carolina da Cruz

    2014-01-01

    Dissertação de mestrado em Psicologia do Desenvolvimento, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra A presente investigação tem como objetivo geral estudar os sentimentos, as representações e as expectativas da gestante relativamente ao filho. Num plano mais específico, pretende-se estudar aspetos da vinculação pré-natal materna, através dos sentimentos que a mãe tem pelo bebé e da interação que estabelece com ele; explorar a importância da ...

  18. Maternal condition and exercise during pregnancy benefit the unborn well being and labor La condición materna y el ejercicio en la gestación favorecen el bienestar del hijo y el parto A condição materna e o exercício na gestação favorecemo bem-estar do filho e o parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MUÑOZ DE RODRÍGUEZ LUCY

    2008-12-01

    saturación de la información recibida. La muestra estuvo representada por la calidad de información brindada. A partir del análisis a profundidad se construyeron tres dominios y taxonomías: 1. Condición materna, 2. Condiciones del hijo por nacer, 3. El parto. El estudio reveló que el ejercicio físico es una forma como las mujeres gestantes se preparan para el parto; estas mujeres tienen diversas prácticas y creencias sobre el ejercicio físico prenatal, influenciadas por su contexto cultural, y le asignan al ejercicio un significado propio. Para las gestantes el ejercicio físico es cualquier actividad que se realice a diario, incluyendo los quehaceres del hogar y el caminar. Es por medio del ejercicio que preparan el cuerpo para el parto. Se mostró que ellas tienen formas diferentes de interpretar y de practicar el ejercicio físico durante el embarazo y que es necesario que el profesional de la salud no lo desconozca para lograr brindar un cuidado congruente con la cultura de las mujeres gestantes.O estudo objetivou descobrir o significado do exercício físico na etapa pré-natal partindo das crenças e práticas das gestantes do programa de controle pré-natal da ESE Hospital San Rafael de Girardot. O delineamento foi qualitativo, de tipo etnográfico, baseado na etnoenfermagem da teoria multicultural de Leininger. Utilizou-se a entrevista etnográfica e a análise etnográfica de Spradley; o trabalho de entrevistas se fez com base numa média de três entrevistas para cada uma das oito informantes, até que a informação compilada foi suficiente. A característica principal da amostra foi a qualidade da informação fornecida. A partir da análise integral se construíram três domínios e taxonomias: 1. Condição materna, 2. Condições do filho por nascer, 3. O parto. O estudo revelou que o exercício físico é uma forma de se preparar para o parto; as mulheres gestantes têm diversas práticas e crenças sobre o exercício f

  19. La condición materna y el ejercicio en la gestación favorecen el bienestar del hijo y el parto A condição materna e o exercício na gestação favorecemo bem-estar do filho e o parto Maternal condition and exercise during pregnancy benefit the unborn well being and labor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    DORA PATRICIA SUÁREZ LEAL

    2008-12-01

    Full Text Available El estudio tuvo como objetivo descubrir el significado del ejercicio físico en la etapa prenatal a partir de las creencias y prácticas que tienen las gestantes del programa de control prenatal de la ESE Hospital San Rafael de Girardot. El diseño fue cualitativo, de tipo etnográfico, basado en la etnoenfermería de la teoría transcultural de Leininger. Se utilizó la entrevista etnográfica y el análisis etnográfico de Spradley; se realizaron en promedio tres entrevistas con cada una de las 8 informantes, hasta que hubo saturación de la información recibida. La muestra estuvo representada por la calidad de información brindada. A partir del análisis a profundidad se construyeron tres dominios y taxonomías: 1. Condición materna, 2. Condiciones del hijo por nacer, 3. El parto. El estudio reveló que el ejercicio físico es una forma como las mujeres gestantes se preparan para el parto; estas mujeres tienen diversas prácticas y creencias sobre el ejercicio físico prenatal, influenciadas por su contexto cultural, y le asignan al ejercicio un significado propio. Para las gestantes el ejercicio físico es cualquier actividad que se realice a diario, incluyendo los quehaceres del hogar y el caminar. Es por medio del ejercicio que preparan el cuerpo para el parto. Se mostró que ellas tienen formas diferentes de interpretar y de practicar el ejercicio físico durante el embarazo y que es necesario que el profesional de la salud no lo desconozca para lograr brindar un cuidado congruente con la cultura de las mujeres gestantes.O estudo objetivou descobrir o significado do exercício físico na etapa pré-natal partindo das crenças e práticas das gestantes do programa de controle pré-natal da ESE Hospital San Rafael de Girardot. O delineamento foi qualitativo, de tipo etnográfico, baseado na etnoenfermagem da teoria multicultural de Leininger. Utilizou-se a entrevista etnográfica e a análise etnográfica de Spradley; o trabalho de

  20. Canto pré-natal: alquimias sonoras para gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaina Trasel Martins

    2017-10-01

    Full Text Available Este artigo irá focar no canto pré-natal; nos benefícios da música e do canto durante a gestação; na audição do feto no ventre e na escuta da gestante do seu corpo. Como metodologia para pesquisar sobre estes temas foram realizados estudos teóricos nas áreas da musicoterapia obstétrica, da terapia sonora e da medicina e também foram realizadas práticas de canto pré-natal. Arte, movimento e saúde são integrados com as alquimias sonoras para ampliar a consciência da corporeidade da mulher durante a gestação. Com cantos femininos em um círculo de mulheres, nos apoiamos e nos fortalecemos durante a gestação e enviamos vibrações sonoras harmoniosas para o bebê no ventre. ABSTRACT This article will focus on prenatal singing; on the benefits of music and singing during pregnancy; on the baby's hearing in the womb and on the listening of the pregnant woman to her body. To determine the methodology for researching these themes, theoretical studies were done in obstetrical music therapy, sound therapy, medicine and also practical research in prenatal singing classes. Art, movement and health are integrated with sound alchemy to widen the woman’s body awareness during pregnancy. With feminine chants in a circle of women, we support and strengthen ourselves during pregnancy and we send harmonious sounds vibrations to the baby in the womb. KEYWORDS Prenatal singing, prenatal music, pregnancy, listening, consciousness.

  1. Influencia de la Educación Maternal en el embarazo, parto, puerperio y salud neonatal

    OpenAIRE

    Ortiz Fernández, Cristina

    2014-01-01

    La Educación para la Maternidad (EM) es el conjunto de actividades grupales dirigidas a las embarazadas y sus parejas, orientadas a mejorar sus conocimientos sobre el proceso, promover comportamientos saludables, resolver dudas, y ofrecer estrategias que faciliten el embarazo, parto y puerperio tanto física como emocionalmente. En este trabajo se realiza una revisión bibliográfica con el objeto de conocer las características de los programas de Educación Maternal actuales, así como el impacto...

  2. Fatores Associados à Realização de Cesárea em Primíparas com uma Cesárea Anterior Factors Associated with Cesarean Section in Primipara Women with One Previous Cesarean Section

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Guilherme Cecatti

    2000-04-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a via de parto em um grupo de gestantes primíparas de baixa renda com uma cesárea anterior e os fatores associados à repetição da cesárea no segundo parto. Pacientes e Métodos: realizou-se um estudo caso-controle com 356 gestantes atendidas de janeiro de 1993 a janeiro de 1996 na Maternidade do CAISM/UNICAMP. Constituíram os casos as 153 gestantes que tiveram o segundo parto por cesárea, e os controles, as 203 que tiveram o segundo parto vaginal. Para a análise utilizaram-se médias, desvio padrão, teste t de Student, teste de Mann-Whitney, chi² e "odds ratio" (OR e IC 95% para cada possível fator associado à realização de cesárea no segundo parto. Resultados: a via do segundo parto foi vaginal em 57% das vezes. Dentre as diversas variáveis estudadas, as que mostraram estar significativamente associadas à realização de cesárea no segundo parto foram: maior idade materna (para mulheres com 35 anos ou mais, OR = 16,4, antecedente de abortamento (OR = 2,09, indução do trabalho de parto (OR = 3,83, rotura prematura de membranas (OR = 2 ,83, a não-realização de analgesia durante o período de dilatação (OR = 5,3, o diagnóstico de algum sinal de vitalidade fetal alterada (OR = 2,7 e a ocorrência do parto à tarde (OR = 1,92. Conclusões: os resultados indicam que os fatores associados à repetição de cesárea em mulheres com uma cicatriz de cesárea nesta população são predominantemente médicos, mas há a possibilidade de se proporem intervenções dirigidas a diminuir o índice de repetição de cesáreas.Purpose: to evaluate the route of delivery in a group of low-income primipara pregnant women with a previous cesarean section, and the factors associated with the repetition of the cesarean section on the second delivery. Patients and Methods: it was a case-control study including 356 women who were assisted at the Maternity of CAISM/UNICAMP during the period between January 1993 and January

  3. Microorganismos patógenos y potencialmente patógenos en secreciones genitales de gestantes a término asociados a complicaciones posnatales

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tania Castellanos Medina

    2013-09-01

    Full Text Available Introducción: tanto las infecciones puerperales como las neonatales precoces reflejan probablemente los microorganismos que están presentes en la vagina en el período cercano al parto. Objetivo: establecer la relación entre los microorganismos identificados en las secreciones genitales de las gestantes a término y el desarrollo de sepsis neonatal y puerperal, así como vincular dichas complicaciones con los agentes diagnosticados. Métodos: se realizó un estudio longitudinal y prospectivo en los servicios de microbiología, obstetricia, perinatología y neonatología del Hospital General Docente "Dr. "Juan Bruno Zayas Alfonso", de Santiago de Cuba, desde julio de 2009 hasta marzo de 2010. Se identificaron microorganismos en 179 muestras cervicovaginales, las cuales fueron procesadas en el laboratorio de microbiología según las normas vigentes. Resultados: los microorganismos más identificados resultaron los géneros Mycoplasmas y Chlamydias (78,2 y 69,3%, respectivamente y fueron los que con mayor frecuencia se asociaron. Un porcentaje elevado de las gestantes (67,0 %, tenía más de un agente en sus secreciones genitales. Después del parto hubo un hallazgo mayor de infecciones en el producto de la concepción (21,8 % que en las puérperas (3,9% y la mayoría de estas complicaciones se relacionaron con la presencia de 2 o más microorganismos. Conclusiones: las asociaciones de microorganismos patógenos o potencialmente patógenos en las secreciones genitales de embarazadas a término, aumentan el riesgo de complicaciones posnatales.

  4. Partos domiciliares planejados assistidos por enfermeiras obstétricas: transferências maternas e neonatais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce Green Koettker

    Full Text Available O presente trabalho trata-se de estudo exploratório-descritivo que teve como objetivo descrever a taxa e as causas de transferência intraparto para o hospital de mulheres assistidas no domicílio por enfermeiras obstétricas e os desfechos desses nascimentos. A amostra foi composta por onze mulheres e seus recém-nascidos, de janeiro de 2005 a dezembro de 2009. Os dados foram coleta-dos em prontuários e cadernetas de saúde e analisados por estatística descritiva. A taxa de transferência foi de 11%, a maioria de nulíparas (63,6%, e todas foram transferidas durante o primeiro período clínico do parto. Os motivos mais frequentes de transferência foram parada de dilatação cervical e progressão da apresentação fetal, e desproporção cefalopélvica. Os escores de Apgar no 1º e 5º minutos foram >7 em 81,8% dos casos e não houve internação em unidade de terapia intensiva neonatal. Neste estudo constatou-se que o parto domiciliar planejado assistido por enfermeiras obstétricas, com protocolo assistencial, apresentou bons resultados maternos e neonatais, mesmo quando a transferência para o hospital foi necessária.

  5. PERCEPÇÃO DE MULHERES SOBRE A VIVÊNCIA DO TRABALHO DE PARTO E PARTO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andressa Suelly Saturnino de Oliveira

    2010-01-01

    Full Text Available La visión sobre el parto y cómo es percatado son singulares. Por lo tanto, cada mujer debe recibir una asistencia diferenciada. El objetivo fue conocer la percepción de las puérperas en cuanto a su experiencia de trabajo de parto y parto. Estudio que utiliza abordaje cualitativo, exploratorio y descriptivo realizado en un hospital público de nivel secundario de Fortaleza - Ceará, con catorce puérperas que estaban en Alojamiento Conjunto. Los datos fueron recolectados en agosto y septiembre de 2009, a través de entrevista semiestructurada. Las declaraciones fueron organizadas según la técnica de Análisis de Contenido. Las descripciones de trabajo de parto y parto hicieron hincapié en sentir alivio al superar el dolor y felicidad en ser capaz de tener al niño en los brazos, sin embargo la sensación de dolor se presentó como criterio para clasificar el momento como algo negativo, aunque sea necesaria en el nacimiento. Se concluye que la experiencia del trabajo de parto debe ser tenida en cuenta, ya que trae consecuencias para la participación de la mujer en el parto.

  6. Prevalência de práticas educativas acerca do aleitamento materno exclusivo (AME em Cuiabá - MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luma Natalia Barbosa

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Descrever a prevalência das práticas educativas em saúde sobre o aleitamento materno exclusivo (AME no Município de Cuiabá - MT nos meses de julho a dezembro de 2012. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo transversal, realizado junto a mulheres internadas em um hospital. A amostra foi composta por 306 mulheres no período pós-parto imediato. Os dados foram coletados por meio de um questionário semiestruturado. Resultados: Ter oito anos ou mais de estudo (RP = 1,77; ter renda até dois salários mínimos (RP = 1,22; ter planejado a gravidez (RP = 1,31; ter iniciado o atendimento no serviço de pré-natal no primeiro trimestre (RP = 1,65 e serem primíparas (RP = 1,21 são características que aparecem associadas com uma maior chance de receber orientações sobre aleitamento materno do que as demais mulheres. Conclusão: Faz-se necessário repensar mudanças dessas práticas, a fim de se realizar ações educativas que busquem efetivar transformações na relação profissional/usuário, visando o acolhimento das gestantes.

  7. Toxoplasmose em gestantes de Araraquara/SP: análise da utilização do teste de avidez de IgG anti-Toxoplasma na rotina do pré-natal = Toxoplasmosis in pregnant women from Araraquara/SP: analysis of Toxoplasma-specific IgG avidity test utilization in the prenatal care routine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabel, Thais F.

    2007-01-01

    Conclusões: O tratamento antiparasitário foi prescrito para algumas gestantes mesmo na presença de uma taxa de avidez de IgG anti-T. gondii alta no primeiro trimestre da gestação, mostrando que o teste de avidez não foi corretamente interpretado e utilizado na prática clínica

  8. A influência do estado nutricional da adolescente grávida sobre o tipo de parto e o peso do recém-nascido The influence of the nutritional status of pregnant adolescents on parturition and the newborn's weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Prestes Furlan

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar o estado nutricional das gestantes adolescentes por meio do índice de massa corpórea (IMC pré-gestacional e IMC no final da gestação e sua associação com tipo de parto e peso do recém-nascido. MÉTODOS: em estudo observacional descritivo retrospectivo foram avaliadas 558 gestantes adolescentes atendidas no ambulatório de Obstetrícia da UNIFESP-EPM, Brasil, no período de janeiro de 1998 a dezembro de 2000, e seus recém-nascidos. A amostra foi constituída por gestantes entre 10 e 19 anos completos na primeira consulta de pré-natal e foram excluídas as adolescentes com doenças preexistentes e dados incompletos no prontuário. Assim, a amostra ficou constituída por 300 adolescentes. Utilizaram-se para avaliar os resultados as variáveis qualitativas, representadas por freqüência absoluta (n e relativa (%, e as quantitativas, por média, desvio-padrão e valores mínimo e máximo. A associação entre as variáveis maternas (IMC pré-gestacional e IMC final e as do recém-nascido (tipo de parto e peso foram verificadas pelo teste do c² e as diferenças localizadas pelo teste de partição do c². Adotou-se nível de significância de 0,05 (alfa = 5%. RESULTADOS: foram detectados desvios nutricionais em 34,7% das adolescentes no início da gestação, sendo 27,7% com desnutrição, 4% com sobrepeso e 3% obesas. Ao final da gestação 54,3% estavam com IMC normal, 1,3% com desnutrição, 27% sobrepeso e 17,3% com obesidade. O estado nutricional materno (desnutrida, normal, sobrepeso e obesa não influenciou no tipo de parto, se vaginal (80,3% ou cesárea (19,7%. Das pacientes que chegaram ao final da gestação com IMC compatível com desnutrição, 75% tiveram recém-nascidos com peso inferior a 2.500 g. CONCLUSÕES: o estado nutricional materno não teve relação com o tipo de parto, se vaginal (80,3% ou cesárea (19,7%. O IMC final de desnutrição esteve relacionado com um número maior de recém-nascidos de

  9. Motivação de gestantes para o aleitamento materno Motivating breastfeeding among expectant mothers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Aparecida Moreira Takushi

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer os motivos de gestantes para o aleitamento materno. MÉTODOS: É um estudo qualitativo realizado com 164 gestantes assistidas no pré-natal em dois Centros de Saúde na região central da cidade de São Paulo. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas sobre motivação para amamentar. As narrativas foram organizadas em planilha eletrônica em busca de categorias. RESULTADOS: As principais categorias identificadas estavam relacionadas à saúde da criança, da mulher e aos benefícios da prática de amamentar e do leite materno. A maioria das mulheres (98,8% foi favorável à amamentação. Benefícios à saúde da criança foi o motivo mais freqüente (73,8%. CONCLUSÃO: A motivação ao aleitamento materno foi centrada nos benefícios à saúde da criança. A amamentação é valorizada independentemente da vontade materna.OBJECTIVE: The present study sought to discover the reasons for expectant mothers to breastfeed. METHODS: This was a qualitative study involving 164 expectant mothers attending prenatal care in two health centers of the city of São Paulo. Semi-structured interviews were done to collect data on the reasons to breastfeed. The information was organized in a spreadsheet to search for categories. RESULTS: The main identified categories regarded the child's and woman's health and the benefits of breastfeeding and breast milk. The majority of the women (98.8% regarded breastfeeding favorably. Benefit to the child's health was the reason mentioned most often (73.8%. CONCLUSION: Motivation to breastfeed was based on benefits to the child's health. Breastfeeding is valued regardless of the mother's will.

  10. MÉTODOS NÃO FARMACOLÓGICOS DE ALÍVIO DA DOR DURANTE TRABALHO DE PARTO E PARTO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eveline Franco da Silva

    2011-01-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivou-se analisar as produções científicas relacionadas aos métodos não farmacológicos de alívio da dor durante trabalho de parto e parto, por meio de uma revisão integrativa da literatura desenvolvida por meio das bases de dados Literatura Latino-Americana em Ciências de Saúde (LILACS e Scientific Electronic Library Online (SciELO. Foram incluídos 21 artigos, oriundos de estudos realizados no Brasil, publicados no período de 2003 e 2009. Os estudos abordaram: mobilidade, hidroterapia, crioterapia, estimulação elétrica transcutânea, técnicas de respiração e relaxamento. A região sudeste apresentou maior número de publicações, com maior incidência entre os anos de 2005 a 2007. Quanto à autoria, evidenciou-se maior empreendimento dos enfermeiros sobre os demais profissionais. A evidência da redução do medo e do uso de analgésicos e anestésicos possibilita sacramentar o uso destas terapias. O estudo permitiu a visibilidade às produções científicas sobre esta temática, apontando para a importância da realização de estudos exploratórios.

  11. Avaliação do risco para parto prematuro espontâneo pelo comprimento do colo uterino no primeiro e segundo trimestres da gravidez Risk assessment for spontaneous preterm delivery according to cervical length in the first and second trimesters of pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário Henrique Burlacchini de Carvalho

    2002-08-01

    Full Text Available Objetivos:avaliar, no primeiro e segundo trimestres da gravidez, a correlação entre o comprimento do colo uterino e a ocorrência de parto prematuro espontâneo. Métodos:em 641 grávidas do pré-natal geral, a medida do comprimento do colo uterino foi realizada em dois momentos: entre a 11ª e a 16ª e entre a 23ª e a 24ª semana da gravidez. A avaliação do colo uterino foi feita pela ultra-sonografia transvaginal, com a grávida em posição ginecológica e tendo realizado previamente esvaziamento da bexiga. O comprimento do colo uterino foi medido linearmente do seu orifício interno ao externo. A medida do comprimento do colo uterino foi correlacionada com a idade gestacional no momento do parto. Para comparação das médias do grupo de grávidas que tiveram parto prematuro e a termo utilizamos o teste t de Student. A sensibilidade, especificidade, taxa de falso-positivos, falso-negativos e acurácia para o parto prematuro foram calculadas para os comprimentos de colo menores ou iguais a 30 mm, 25 mm e 20 mm. Resultados:a medida do comprimento do colo uterino entre a 11ª e a 16ª semana de gestação não apresentou diferença significativa entre o grupo de parto prematuro e o grupo a termo (40,6 mm e 42,7 mm, respectivamente, p=0,2459. A diferença entre os grupos, no entanto, foi significativa quando o colo foi medido entre a 23ª e a 24ª semana de gravidez (37,3 mm para o grupo que evoluiu com parto prematuro e 26,7 mm para o grupo a termo, p=0,0001, teste t de Student. Conclusões:o comprimento do colo uterino entre a 11ª e a 16ª semana de gravidez não foi significativamente diferente entre as gestantes com parto prematuro ou a termo. No entanto, na 23ª e 24ª semana esta diferença foi significativa, podendo ser um método de predição da prematuridade.Purpose: to evaluate, in the first and second trimesters of pregnancy, the correlation between cervical length and spontaneous preterm delivery. Methods: cervical length was

  12. Experiencias de las mujeres durante el trabajo de parto y parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dora Isabel Giraldo Montoya

    2015-05-01

    Full Text Available Objetivo: Develar las experiencias de las mujeres durante el trabajo de parto y parto en una Unidad Materno Infantil de Medellín, durante el año 2013. Metodología: Estudio cualitativo, de tipo fenomenológico. Muestreo representado en la saturación teórica, con la participación de 13 mujeres a quienes se les aplicó la entrevista a profundidad. Se construyeron las categorías descriptivas, posteriormente se agruparon en categorías de orden axial y finalmente se obtuvieron las de orden selectivo para determinar las categorías núcleo. Se desarrolló la triangulación a través de grupos focales y la observación. El estudio obtuvo la aprobación del Comité de Ética y se utilizó el consentimiento informado por escrito. Resultados: Surgieron tres categorías principales: Los síntomas desagradables, La soledad y Yo quiero ver a Camila. Desde la teoría de rango medio de los síntomas desagradables, se encontró que el dolor, la fatiga y la sed son experiencias altamente significativas que comprometen el bienestar y la satisfacción materna. La soledad estuvo presente en todo el proceso, sin embargo el apoyo espiritual y la presencia del personal de salud fueron una fuente de acompañamiento. A pesar del sufrimiento y el dolor del trabajo de parto, el nacimiento las hizo olvidar estos acontecimientos y consideraron que el proceso del parto las reafirmaba frente a la adopción de su rol materno. Conclusiones: Se deben cambiar los métodos tradicionales de cuidado y propiciar otras formas de atención más humanizadas para que las mujeres asuman su rol de madres con seguridad y decisión.

  13. Crioterapia no pos-parto: tempo de aplicacao e mudancas na temperatura perineal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Amorim Francisco

    2013-06-01

    Full Text Available Estudo descritivo com dados de dois ensaios clínicos realizados em 2008 e 2009 em uma maternidade de uma instituição filantrópica da cidade de São Paulo. Teve como objetivo descrever a temperatura perineal após a aplicação de bolsa de gelo no pós-parto normal. Três grupos com 38 puérperas cada (n=114 receberam aplicação perineal de bolsa de gelo entre 2 e 48h após o parto. Os achados indicaram que com 10 min de crioterapia as médias da temperatura perineal atingiram de 13,3 a 15,3oC, com pequena redução de temperatura ao final de aplicações de 15 e 20 minutos (2,4 e 2,7o, respectivamente. Após resfriamento por 10 min., as mulheres referiram frio e alívio e, depois de 15 a 20 min., dormência e anestesia local. Conclui-se que 10 minutos de aplicação foram suficientes para reduzir a temperatura perineal aos níveis recomendados para analgesia (10-15oC.

  14. Color doppler evaluation of the influence of type of delivery, sex, postnatal age and time post feeding on full term healthy newborns cerebral blood flow Doppler colorido na avaliação da influência do tipo de parto, sexo, idade pós-natal e tempo pós-mamada no fluxo sanguíneo cerebral em recém-nascidos a termo e saudáveis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Aranha

    2009-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The purpose of this study was to evaluate with Color Doppler the influence of type of delivery, sex, postnatal age and time post feeding on full term healthy newborns cerebral blood flow. METHOD: 50 newborns were studied. The Doppler parameters, peak-systolic velocity, end-diastolic velocity, mean velocity, pulsatility index and resistance index, were measured in the anterior cerebral artery, middle cerebral artery, posterior cerebral artery, and basilar artery. The data were compared and analyzed by statistical tests. Informed consent was obtained from all parents, and the study was approved by institutional ethical committee and review board. RESULTS: We observed not statistically significant differences on cerebral blood flow Doppler parameters in relation to type of delivery, sex, postnatal age and feeding in full term healthy newborns. CONCLUSION: We believe that the knowledge of these cerebral hemodynamic profile of newborns in the first days of life can contribute in an accurate interpretation of cranial Doppler abnormal findings when pathologic flow velocities are analyzed.OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar com Doppler colorido a influência do tipo de parto, sexo, idade pós-natal e tempo pós-mamada no fluxo sanguíneo cerebral de recém-nascidos a termo e saudáveis. MÉTODO: Foram estudados 50 recém-nascidos. A Dopplervelocimetria foi obtida nas artérias cerebral anterior, cerebral média, cerebral posterior e basilar. Os parâmetros foram comparados e analisados pelos testes estatísticos Esta pesquisa foi aprovada pela comissão ética e de pós-graduação das instituições e o consentimento informado dos pais foi obtido em todos os casos. RESULTADOS: Não observamos diferenças estatísticamente significativas na Dopplervelocimetria do fluxo sanguíneo cerebral em relação ao tipo de parto, sexo, idade pós-natal e tempo pós-mamada dos recém-nascidos normais e saudáveis estudados. CONCLUS

  15. A definição do acompanhante no parto: uma questão ideológica?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hotimsky Sonia Nussenzweig

    2002-01-01

    Full Text Available Discursos médicos, jurídicos e sanitaristas reconhecem a importância que tem a presença do acompanhante no parto. Porém, a definição dessa personagem varia nos diversos discursos em pauta. Descrevemos padrões de acompanhamento na cena do parto em um serviço de saúde 'alternativo' com uma proposta de parto ambulatorial realizado fora do hospital, assistido por obstetrizes, discutindo sua relação com as diferentes formas de sociabilidade, inclusive de relações de gênero, existentes entre as mulheres e os homens de distintas origens sociais que freqüentavam esse serviço. Por fim, discutimos os limites impostos, sobretudo pela legislação estadual de São Paulo e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, ao leque de 'opções' de acompanhante(s elegidas pelas parturientes e aos membros de suas redes de relações.

  16. Programa hormonal associado ao desmame temporário, na indução de ovulação em vacas de corte durante o pós-parto Hormonal program associated to temporary weaning in the induction of ovulation in beef cows during post-partum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlon Nadal Maciel

    2001-06-01

    Full Text Available Este experimento foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a eficiência de tratamentos hormonais, associados ao desmame temporário, na indução de ovulação após o parto, em fêmeas de corte criadas extensivamente. Foram utilizadas 143 vacas (Hereford e cruzas Hereford x Nelore, pluríparas, entre 50 e 70 dias após o parto, com condição corporal (CC 2 e 3 (1-5. O grupo SEMED (somatotropina, estradiol, medroxiprogesterona, gonadotrofina e desmame foi constituído por 50 vacas, as quais receberam (dia 0 500mg de somatotropina bovina recombinante (bST-r, 5mg de benzoato de estradiol e um pessário intravaginal contendo 250mg de acetato de medróxiprogesterona (MAP e, seis dias após, (dia 6 500UI de gonadotrofina coriônica eqüina (eCG. No momento da retirada dos pessários (dia 7, os terneiros foram separados totalmente das vacas por 96h. No grupo EMED (estradiol, medroxiprogesterona, gonadotrofina e desmame, constituído de 48 vacas, adotou-se um tratamento semelhante ao do grupo anterior, diferindo apenas na não utilização da somatotrofina. No grupo CONTROLE, 43 vacas foram unicamente separadas dos seus filhos por 96h. Logo após a retirada dos pessários vaginais e de realizado o aparte dos terneiros, as vacas foram colocadas em um piquete com touros (1:10. Após 53 dias, foi realizado o diagnóstico de gestação por palpação retal e ultra-sonografia, para detectar as vacas que conceberam no estro subseqüente aos tratamentos. Obtiveram-se índices de prenhez de 11,1% , 38,0% e 56,2% respectivamente, para os grupos CONTROLE, SEMED e EMED, cujas diferenças foram significativas (pThe purpose of this experiment was to assess the efficiency of hormonal treatments on the fertility of beef cows raised extensively on the west border region of Rio Grande do Sul, Brazil. A hundred and forty-three cows (Hereford and Crossing breeds which were between 50 and 70 days after delivery were used and, after being classified according to their

  17. Partos cesáreos no Piauí: tendência e fatores associados no período 2000-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Madeiro

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: analisar a tendência da proporção de partos cesáreos e fatores associados no Piauí, Brasil, de 2000 a 2011. MÉTODOS: estudo de série temporal e transversal, com dados dos partos hospitalares de primíparas registrados no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc. RESULTADOS: a proporção de partos cesáreos aumentou de 34,4% em 2000 para 52,1% em 2011 (variação percentual anual +4,4; IC95% 3,6;5,1; mulheres brancas (RP=1,72; IC95% 1,63;1,86, com 40 anos ou mais de idade (RP=2,17; IC95% 2,09;2,28, com 12 anos ou mais de estudo (RP=1,86; IC95% 1,77;1,96, que realizaram sete ou mais consultas de pré-natal (RP=2,08; IC95% 1,97;2,18, residentes em municípios com mais de 300 mil habitantes (RP=1,68; IC95% 1,62;1,80 e com índice de desenvolvimento humano mais elevado (RP=1,61; IC95% 1,51;1,73 mostraram maiores proporções de partos cesáreos. CONCLUSÃO: a ocorrência de partos cesáreos foi elevada e mais frequente em mulheres de baixo risco obstétrico.

  18. Diagnóstico, Conduta Obstétrica e Resultados Perinatais em Fetos com Hidrocefalia Diagnosis, Obstetrical Management and Perinatal Outcome in Hydrocephalus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Passini Júnior

    1998-08-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar os métodos para diagnóstico, características da gestação, complicações maternas e resultados perinatais em casos de hidrocefalia congênita, correlacionando-os com variáveis gestacionais e do parto. Método: avaliaram-se 116 gestações com este diagnóstico antes ou após o parto, dos quais 112 ocorridos na Maternidade do CAISM da UNICAMP no período de 1986 a 1995. Para as variáveis perinatais, utilizaram-se os dados completos de 82 recém-nascidos. Para a análise dos dados, calcularam-se as distribuições e médias, usando-se os testes de c² e exato de Fisher. Resultados: geralmente o diagnóstico foi anterior ao parto, confirmado pelo exame ecográfico, e o parto foi por cesárea na maioria dos casos. A cefalocentese foi realizada em 11 casos e as complicações no parto vaginal foram mais freqüentes que na cesárea. O índice de Apgar baixo foi mais freqüente entre os recém-nascidos de parto vaginal. A hidrocefalia congênita esteve também associada a importante morbidade e mortalidade neonatal e perinatal, outras malformações e número muito pequeno de crianças sem seqüelas. Conclusões: a avaliação destes fatores pode ser de grande utilidade para o obstetra acompanhar gestantes com esta malformação fetal, dando maior respaldo às decisões que, além de médicas e éticas, devem levar em conta a relação risco-benefício das medidas a serem tomadas.Objective: to evaluate the diagnosis, characteristics of pregnancy, maternal complications and perinatal outcome in cases of congenital hydrocephalus, and to associate them with pregnancy and delivery variables. Methods: 116 pregnancies with this diagnosis were evaluated before or after delivery, 112 of them occurring at the Maternity ward of CAISM/UNICAMP during the period between 1986 and 1995. For perinatal variables, complete data of 82 newborns were used. For data analysis, distributions and means were calculated and c² and Fisher exact tests

  19. NUTRIÇÃO MATERNA: EFEITOS DA PROTEÍNA DE PESCADO DE ÁGUA DOCE (Serrasalmus nattereri NA COMPOSIÇÃO DA CARCAÇA DE RATAS GESTANTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ely Carvalho Vasconcellos MOURA

    2009-07-01

    Full Text Available

    RESUMO: Estudamos os efeitos da proteína de pescado (Serrasalmus nattereri (piranha de água doce, como única fonte protéica, em nível de 18% nas rações, sobre os níveis de lipídios e de nitrogênio e a retenção do nitrogênio pela carcaça de ratas gestantes. Foram utilizadas ratas virgens “Wistar”, divididas após o acasalamento, nos grupos: Gestante Controle Cesárea (Gces (Caseína e Gestante Pescado Cesárea (Gpces. Dois grupos não gestantes (NGC e NGP foram formados a fim de separarmos os efeitos da gestação. O grupo zero (GO foi sacrificado no 1º dia e aos demais aos 21 dias de experimentação. Pelos resultados concluímos que: a gestação conduziu a uma maior percentagem de gordura na carcaça de GCes e GPces, em relação à NG. Ambas proteínas ensaiadas não conduziram a variações quanto à concentração de nitrogênio nas gestantes. O conteúdo total de nitrogênio foi menor nas gestantes, em relação aos seus pares NG. A mobilização do nitrogênio foi maior na carcaça das gestantes; a gestação propiciou menor retenção na quantidade de nitrogênio, sendo que as proteínas ensaiadas não diferiam entre si. A proteína do pescado propiciou adequada mobilização do nitrogênio com a finalidade de garantir o desenvolvimento fetal. PALAVRAS-CHAVE: Gestantes; proteína da farinha de pescado; lipídios e nitrogênio em carcaça de ratas; Serrasalmus nattereri; piranha.

  20. Complicações obstétricas em gestações com feto portador de anomalia incompatível com a sobrevida neonatal Complicaciones obstétricas en gestaciones con feto portador de anomalía incompatible con la sobrevivencia neonatal Obstetric complications in pregnancies with fetal anomalies incompatible with neonatal survival

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danila Cristina Paquier Sala

    2010-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as complicações obstétricas mais comuns encontradas nos períodos gestacional, parto e puerpério imediato de gestantes com fetos portadores de anomalias incompatíveis com a vida. MÉTODOS: Estudo descritivo, onde avaliou-se 78 prontuários de pacientes atendidas no pré-natal da Disciplina de Medicina Fetal da Universidade Federal de São Paulo que tiveram partos nessa mesma instituição, entre 2000 e 2006. RESULTADOS: As principais complicações obstétricas identificadas foram:variação do volume de líquido amniótico em 68%; abortamento, parto pré-termo e a gravidez prolongada estiveram presentes em 6,4%, 55,1% e 3,8% das gestações, respectivamente; óbito fetal intra-uterino em 17,9%; descolamento prematuro da placenta ocorreu em 6,4% e histerectomia em 2,6%. CONCLUSÃO: Estes resultados sugerem aumento de risco materno em gestações com fetos portadores de anomalias graves, fato que demonstra necessidade de avaliação especializada caso a caso.OBJETIVO: Describir las complicaciones obstétricas más comunes encontradas en los períodos de gestación, parto y puerperio inmediato de embarazadas con fetos portadores de anomalías incompatibles con la vida. MÉTODOS: Se trata de un estudio descriptivo, que evaluó 78 fichas médicas de pacientes atendidos en el prenatal de la Disciplina de Medicina Fetal de la Universidad Federal de Sao Paulo que tuvieron partos en esa misma institución, entre 2000 y 2006. RESULTADOS: Las principales complicaciones obstétricas identificadas fueron: variación del volumen de líquido amniótico en 68%; abortamiento, parto pre-término y embarazo prolongado estuvieron presentes en 6,4%, 55,1% y 3,8% de las gestaciones, respectivamente; muerte fetal intra-uterina en 17,9%; desprendimiento prematuro de la placenta ocurrió en 6,4% e histerectomía en 2,6%. CONCLUSIÓN: Éstos resultados sugieren un aumento del riesgo materno en gestaciones con fetos portadores de anomal

  1. Estado nutricional e anemia ferropriva em gestantes: relação com o peso da criança ao nascer Nutritional status and iron-deficiency anemia in pregnant women: relationship with the weight of the child at birth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela da Silva Rocha

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e a prevalência de anemia durante a gestação e correlacioná-los com o peso do recém-nascido. MÉTODOS: Foi realizado estudo transversal com gestantes que realizaram o pré-natal no único serviço público de saúde do município de Viçosa, MG, no período de dezembro de 2002 a maio de 2003. Foi aplicado questionário com informações maternas e realizada dosagem de hemoglobina através do Hemocue, além da obtenção de dados de peso e estatura da gestante. As informações referentes aos recém-nascidos foram obtidas no programa Sistema de Informação de Nascidos Vivos/MS. RESULTADOS: Foram avaliadas 168 gestantes de baixo nível socioeconômico e baixa escolaridade. Encontraram-se 41,3% de gestantes com estado nutricional pré-gestacional inadequado, sendo 25,7% com baixo peso e 17,4% com sobrepeso ou obesidade. A maioria das gestantes apresentou ganho de peso inadequado durante a gestação. A prevalência total de anemia ferropriva foi de 21,4%, sendo que essa aumentou com a idade gestacional. A freqüência de baixo peso e peso insuficiente ao nascer foi de 8,9% e 28,6%, respectivamente. As variáveis antropométricas (peso pré-gestacional, estatura, índice de massa corporal pré-gestacional e ganho de peso total apresentaram associação estatisticamente significante com o peso ao nascer. CONCLUSÃO: As variáveis antropométricas maternas apresentaram correlação com o peso ao nascer. Neste estudo não houve relação entre o estado nutricional de ferro das gestantes e o peso de nascimento.OBJECTIVE: The purpose of the study was to evaluate the nutritional status and prevalence to anemia during pregnancy, and to correlate these factors with the weight at birth. METHODS: A transversal study was carried out with pregnant women who underwent prenatal care at the only public health service in the municipality of Viçosa, MG, Brazil, from December 2002 to May 2003. A questionnaire was applied

  2. Efeito do estímulo mamário sobre o índice de Bishop em gestações a termo Effect of nipple stimulation on Bishop scores in term pregnancies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Faisal Cury

    1999-01-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar se o estímulo mamário realizado por primigestas, a partir de 40 semanas de idade gestacional, modifica o índice de Bishop. Método: foram estudadas 64 primigestas, sem intercorrências clínicas e/ou obstétricas, divididas em dois grupos. Um deles, chamado de grupo do estímulo mamário (E.M., era composto por 29 gestantes e o outro, chamado de grupo controle (G.C., por 35 gestantes. O E.M. foi orientado a realizar a estimulação do mamilo bilateralmente, em "corda de relógio", com duração de dois minutos de estímulo e cinco de repouso, durante 30 minutos. O estímulo foi realizado três vezes ao dia até completarem-se as 41 semanas de idade gestacional ou a gestante entrar em trabalho de parto. Para análise estatística das diferenças encontradas, utilizou-se o teste t de Student, com nível de significância de 5%. Resultados: uma vez realizado o estímulo mamário no grupo experimental, comparações foram realizadas com o grupo controle, levando-se em conta a época do parto. Os resultados mostraram não haver diferença significativa entre os grupos, no que concerne ao amadurecimento do colo de acordo com o índice de Bishop. Conclusões: não houve diferença no índice de Bishop em primigestas, com 40 semanas de idade gestacional, submetidas ao estímulo mamário, quando comparadas ao grupo controle.Purpose: to evaluate if the nipple stimulation performed by primigravidae, at 40 weeks, modifies Bishop index. Method: 64 primigravidae, without clinical or obstetrical complications were studied, in two groups. One group, called nipple stimulation group (N.S.G. had 29 pregnant women. The other, named control group (C.G. included 35 pregnant women. The N.S.G. performed the nipple stimulation test, bilaterally, from left to right, for two minutes followed by five minutes of rest, during thirty minutes. The test was done three times a day up to 41 weeks of pregnancy or beginning of labor. Statistical analysis of the

  3. INFLUÊNCIA DO CONCENTRADO PROTÉICO DE PESCADO DE ÁGUA DOCE (serrasalmus nattereri NO METABOLISMO HEPÁTICO DE RATAS GESTANTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ely Carvalho Vasconcellos MOURA

    2009-07-01

    Full Text Available

    RESUMO: Estudamos os efeitos da proteína do concentrado de pescado (CPP (serrasalmus nattereri (piranha de água doce, em nível de 18% nas rações, sobre os níveis hepáticos de proteínas e lipídios totais ao final da gestação em ratas. Foram formados 4 grupos: a Gestantes (G: Controle Caseína (Gcces e Pescado (Gpces; e b Não Gestantes (NG: Controle (NGC e Pescado (NGP. Um grupo zero (GO foi sacrificado no 1º dia e os demais aos 21 dias de experimentação. A gestação propiciou maior peso no fígado: GOGpces (P < 0.05, mas gestantes = não gestantes. Quanto ao conteúdo, a CPP-piranha proporcionou adequado depósito de lipídios hepáticos maternos: Gcces = Gpces e GOem ratos. PALAVRAS-CHAVE: Concentrado protéico de pescado; gestação; proteínas e lipídios hepáticos; Serrasalmus nattereri; piranha.

  4. Fatores determinantes da retenção de peso no pós-parto: uma revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kac Gilberto

    2001-01-01

    Full Text Available Este trabalho constitui-se em uma revisão de literatura sobre fatores determinantes da retenção de peso em mulheres no pós-parto. Os resultados da revisão demonstraram que os principais fatores determinantes incluem o ganho de peso gestacional e a intensidade da lactação. Diversos estudos demonstraram que quanto maior o ganho de peso durante a gestação, maior a retenção de peso no pós-parto. O fumo esteve associado a uma menor retenção, enquanto a lactação só exerceu efeito protetor para a retenção de peso em alguns estudos. Diversos fatores, como a atividade física, o consumo de alimentos, a idade de menarca, número de abortos e o trabalho materno, ainda não foram devidamente estudados. Conclui-se que são escassos os estudos sobre mudanças de peso no pós-parto, o que sugere a realização de novos trabalhos sobre o tema, especialmente em países em desenvolvimento onde a obesidade ainda é pouco estudada.

  5. Cuidado e conforto durante o trabalho de parto e parto: na busca pela opinião das mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Telma Elisa Carraro

    2006-01-01

    Full Text Available La obstetricia moderna considera el parto un evento médico-quirúrgico y adopta un modelo de asistencia técnica. Se esperaba que estos avances tecnológicos ayudasen el trabajo de los cuidadores, proporcionando condiciones y tiempo para ser y estar junto al ser humano. Sin embargo, el adelanto tecnológico y científico muestra una enorme fragilidad en relación al cuidado. En el presente estudio, se realizó una investigación cualitativa y cuantitativa, descriptiva prospectiva, que evaluó la opinión de las mujeres puérperas sobre los métodos utilizados para su cuidado y consuelo durante el trabajo de parto y en el parto. Este trabajo es un recorte de los datos cualitativos, enfocando los sentimientos de las mujeres puérperas durante esta vivencia. Con los resultados obtenidos deseamos contribuir en la adaptación de los métodos de cuidado y consuelo, proporcionando un trabajo de parto humanizado, desencadenando en la parturienta su confianza en sí misma y en el equipo, facilitando e incentivando el parto normal, el ejercicio saludable de su sexualidad y también la prevención de la muerte materna.

  6. Conceitualização pelas enfermeiras de preparação para o parto Conceptualización de los enfermeros de preparación para el parto Nurses' conceptualization on childbirth preparation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Germano Rodrigues Couto

    2006-04-01

    Full Text Available Estudo descritivo, exploratório e qualitativo, realizado mediante a utilização da Técnica de Delphi com amostra de 32 enfermeiras especialistas em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica que exercem funções em 3 hospitais e 9 centros de saúde do distrito do Porto, norte de Portugal. Teve como objetivos: 1. identificar as idéias e concepções consensuais que um grupo de enfermeiras possui sobre a Preparação para o Parto; 2. saber quais as fontes de informação que consensualmente são mais utilizadas pelas enfermeiras; 3. saber qual a sua aceitação acerca de programas sobre Preparação para o Parto como forma da grávida ter um trabalho de parto ativo. Os resultados revelaram que a Preparação para o Parto é, segundo as enfermeiras estudadas, um momento de educação para a saúde, que envolve procedimentos técnicos, educacionais, relacionais e informativos; de grande importância para a grávida e para a enfermeira, desenrolando-se desde o início da gravidez até o puerpério, como um meio de alterar comportamentos errados com vistas a um resultado esperado com ganhos de saúde para a grávida e sua família.Estudio descriptivo, exploratorio y cualitativo, realizado mediante la utilización de la Técnica de Delphi a una muestra de 32 enfermeras especialistas en Enfermería de Salud Materna y Obstetricia que ejercen funciones en 3 hospitales y 9 centros de Atención Primaria del distrito de Oporto, al norte de Portugal. Tuvo como objetivos: 1. identificar las ideas y concepciones que un grupo de enfermeras posee sobre la Preparación para el Parto; 2. saber cuales son las fuentes de información mas utilizadas por las enfermeras; 3. saber cual es su aceptación sobre programas de Preparación para el Parto y como ayudar a la embarazada en el trabajo de parto. Los resultados revelaron que la Preparación para el Parto es, según las enfermeras de este estudio, un momento de educación para la salud, que envuelve

  7. A mortalidade neonatal em 1998, no município de Botucatu - SP La mortalidad neonatal en 1998, en el município de Botucatu-SP The neonatal mortality in 1998 at the municipality of Botucatu-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Poles

    2000-07-01

    Full Text Available Considerando que a mortalidade neonatal é indicador da qualidade da assistência prestada à gestante, ao parto e ao recém-nascido, realizamos o presente trabalho, cujo objetivo foi identificar as causas e o índice de mortalidade neonatal durante o ano de 1998 em Botucatu-SP. O coeficiente de mortalidade neonatal obtido foi de 8,3/1000 nascidos vivos e o coeficiente de mortalidade neonatal precoce foi de 7,3/1000 nascidos vivos, confirmando a importância dos óbitos na primeira semana de vida. Aproximadamente três quartos dos óbitos puderam ser classificados como reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoces, reduzíveis por adequada atenção ao parto ou parcialmente reduzíveis por adequado controle da gravidez, evidenciando que para se reduzir os índices de morte neonatal, deveremos investir na melhoria da qualidade da assistência prestada à gestante, à parturiente e ao neonato.Considerando que la mortalidad neonatal es un indicador de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, al parto y al recién- nacido, realizamos el presente trabajo, con el objetivo de estudiar la mortalidad neonatal durante el año de 1998 en Botucatu-SP. El coeficiente de mortalidad neonatal encontrado fue 8,3/1000 nacidos vivos y el coeficiente de mortalidad neonatal precoz fue de 7,3/1000 nacidos vivos, confirmando la importancia de las defunciones en la primera semana de vida. Los resultados mostraron que aproximadamente tres cuartos de las defunciones pueden ser reducidas con el control del embarazo, con el diagnóstico y tratamiento precoz o con la adecuada atención al parto, evidenciando que para reducir los índices de mortalidad neonatal, deberemos invertir en la mejoría de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, en el parto y al recién-nacido.Considering that neonatal mortality is an indicator of the quality of the care provided to pregnant women, at childbirth as well as to the new born, authors developed the

  8. Anestesia para cesariana em gestante com hipoplasia de aorta distal: relato de caso Anestesia para cesárea en embarazada con hipoplasia de aorta distal: relato de caso Anesthesia for cesarean section on a pregnant woman with hypoplasia of the distal aorta: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Andrade Reis

    2008-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Anomalias vasculares maternas, potencialmente graves para o feto, podem colocar em risco a perfusão uterina, suscitando cuidados ainda maiores por parte da equipe anestésica. O objetivo deste relato foi mostrar a conduta anestésica para operação cesariana em uma gestante com hipoplasia de aorta distal, logo abaixo da emergência das artérias renais, com estenose da artéria renal e ausência de artérias ilíacas. RELATO DO CASO: Paciente de 30 anos, 54 kg, na segunda gestação com uma cesariana anterior sem intercorrências. Durante a realização de ecografia gestacional na 12ª semana observou-se interrupção da aorta logo abaixo da saída das artérias renais. A paciente foi encaminhada para a realização de cineangiocoronariografia que mostrou hipoplasia da aorta distal abaixo das artérias renais, com ausência das artérias ilíacas. Durante a investigação clínica a paciente mostrou-se assintomática, com exceção de hipertensão arterial e claudicação aos grandes esforços. A paciente foi submetida à anestesia peridural contínua, com titulação da dose anestésica necessária à realização da cesariana. Inicialmente foram injetados 50 mg de bupivacaína a 0,5% sem vasoconstritor e 10 µg de sufentanil. Quinze minutos após, a anestesia foi complementada com mais 25 mg de bupivacaína a 0,5%, o que foi suficiente para atingir adequado nível de bloqueio. A cesariana transcorreu sem intercorrências e a criança nasceu em boas condições clínicas. CONCLUSÕES: O uso de anestesia peridural contínua com doses fracionadas demonstrou ser uma técnica anestésica segura para a realização desse procedimento por reduzir os riscos de hipotensão arterial materna inerente ao bloqueio espinal e também por minimizar a transferência placentária de fármacos, que ocorrem quando do emprego da anestesia geral. A titulação de fármacos através do cateter peridural possibilitou atingir nível anest

  9. Auditoria médica: programa de pré-natal em posto de saúde na região Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juvenal Soares Dias-da-Costa

    2000-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descreve-se a auditoria médica realizada entre as mulheres que se inscreveram em programa de pré-natal com o objetivo de verificar as características da assistência à gestação e de estabelecer diretrizes de atenção. MÉTODOS: Realizou-se levantamento epidemiológico dos cartões das gestantes inscritas no Programa de Pré-natal do Posto de Saúde da Vila Municipal, Pelotas, RS, com data provável de parto durante 1997 e no primeiro semestre de 1998. Foram incluídas as mulheres ingressadas no Programa até o quarto mês de gestação e que tiveram cinco consultas no mínimo. Foi utilizada a análise bivariada para detectar as condições marcadoras da assistência médica. RESULTADOS: Em 1997, 73 mulheres se inscreveram no Programa de Pré-natal e, em 1998, 75. A média de consultas durante o pré-natal foi de 5,2 em 1997 e 6,2 em 1998. Essa diferença foi significativa (p<0,05. Analisaram-se diversos indicadores de processo médico que traduzem a qualidade da atenção. CONCLUSÃO: Discutiu-se a utilidade do instrumental epidemiológico na organização de um serviço de saúde. Ressaltou-se que esse tipo de estudo é rápido, barato e fornece informações para o direcionamento das atividades dos serviços.

  10. Auditoria médica: programa de pré-natal em posto de saúde na região Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dias-da-Costa Juvenal Soares

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descreve-se a auditoria médica realizada entre as mulheres que se inscreveram em programa de pré-natal com o objetivo de verificar as características da assistência à gestação e de estabelecer diretrizes de atenção. MÉTODOS: Realizou-se levantamento epidemiológico dos cartões das gestantes inscritas no Programa de Pré-natal do Posto de Saúde da Vila Municipal, Pelotas, RS, com data provável de parto durante 1997 e no primeiro semestre de 1998. Foram incluídas as mulheres ingressadas no Programa até o quarto mês de gestação e que tiveram cinco consultas no mínimo. Foi utilizada a análise bivariada para detectar as condições marcadoras da assistência médica. RESULTADOS: Em 1997, 73 mulheres se inscreveram no Programa de Pré-natal e, em 1998, 75. A média de consultas durante o pré-natal foi de 5,2 em 1997 e 6,2 em 1998. Essa diferença foi significativa (p<0,05. Analisaram-se diversos indicadores de processo médico que traduzem a qualidade da atenção. CONCLUSÃO: Discutiu-se a utilidade do instrumental epidemiológico na organização de um serviço de saúde. Ressaltou-se que esse tipo de estudo é rápido, barato e fornece informações para o direcionamento das atividades dos serviços.

  11. Influência do ciclo lunar no parto: mito ou constatação científica? Influencia del ciclo lunar en el parto: mito o constatación científica? Influences of lunar cycle in labor: myth or scientific finding?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Bueno

    2010-06-01

    Full Text Available Muitas superstições são encontradas em nossas vidas. Na medicina, uma profissão que se orgulha em métodos baseados em evidências para tratamentos, isso não é uma exceção. Uma superstição que abrange o parto é a influência de determinadas fases do ciclo da lua, mais especificamente a lua cheia. Embora estudos tenham demonstrado que o aumento de partos está relacionado com o ciclo lunar, existe discordância sobre quando ocorre o pico do volume de partos em cada fase da lua. Frente à divergência de resultados existentes na literatura que relaciona os eventos do ciclo lunar com parto, o objetivo desta revisão foi realizar um levantamento bibliográfico na tentativa de esclarecer esta cultura popular com base nos resultados apresentados por diferentes autores.Se encuentran las supersticiones por todas partes en nuestras vidas, y la medicina, una profesión que tiene orgullo acerca de los tratamientos con base en evidencia, no está extinta. La influencia de ciertas fases del ciclo lunar, específicamente la luna llena, es una superstición sobre el parto. Aunque algunos estudios han demostrado un aumento en los partos que se relacionan al ciclo lunar, ha habido discordancia sobre cuando, en el ciclo lunar, el volumen máximo ocurre. Afronte a la divergencia de los resultados existentes en la literatura que relacionan los eventos del ciclo lunar con los partos, el objetivo de esta revisión era explorar la literatura en el esfuerzo de explicar esta cultura popular con la base en los resultados presentado por los diferentes investigadores.Superstitions are found everywhere in our lives, and medicine, a profession that is prides itself on an evidence-based approach to treatment, is not exempt. A superstition that pervades the labor and delivery floor is that it is busier during certain phases of the lunar cycle, specifically the full moon. Although some studies have demonstrated an increase in deliveries that are related to the lunar

  12. Crioterapia no pós-parto: tempo de aplicação e mudanças na temperatura perineal

    OpenAIRE

    Francisco,Adriana Amorim; Oliveira,Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de; Leventhal,Lucila Coca; Bosco,Caroline de Souza

    2013-01-01

    Estudo descritivo com dados de dois ensaios clínicos realizados em 2008 e 2009 em uma maternidade de uma instituição filantrópica da cidade de São Paulo. Teve como objetivo descrever a temperatura perineal após a aplicação de bolsa de gelo no pós-parto normal. Três grupos com 38 puérperas cada (n=114) receberam aplicação perineal de bolsa de gelo entre 2 e 48h após o parto. Os achados indicaram que com 10 min de crioterapia as médias da temperatura perineal atingiram de 13,3 a 15,3oC, com peq...

  13. Avaliação da qualidade da assistência ao parto normal Evaluation of the quality of care for normal delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margareth Rocha Peixoto Giglio

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade da assistência hospitalar ao parto normal em Goiânia. MÉTODOS: Foi estudada uma amostra de 404 mulheres que tiveram partos normais em 13 hospitais de Goiânia, durante o período de abril a dezembro de 2007. Os dados foram obtidos de entrevistas com as puérperas e revisão dos prontuários médicos. A qualidade de assistência aos partos foi avaliada por meio do cálculo do índice Bologna e da comparação dos procedimentos utilizados com normas e procedimentos recomendados. RESULTADOS: O índice Bologna apresentou valor médio de 1,04 (IC95%=0,9-1,1. A proporção de cesarianas eletivas foi 30%, a de cesarianas de urgência foi 10% e os partos induzidos representaram 1,6%. A porcentagem de partos assistidos por profissional de saúde foi de 100%, mas o pediatra esteve presente na sala de parto em apenas 30% dos casos. Durante o trabalho de parto, metade das parturientes não teve avaliação da dinâmica uterina e 29,1% não tiveram avaliação dos batimentos cardiofetais, com o partograma sendo utilizado em somente 28,5% dos casos. Por outro lado, a utilização de ocitocina foi de 45,8%. CONCLUSÕES: Os resultados indicam má qualidade da assistência ao parto normal em Goiânia, com baixo valor do índice Bologna, altas proporções de cesarianas eletivas e de urgência, frequência não-adequada de intervenções benéficas e alta ocorrência de algumas intervenções consideradas prejudiciais na assistência ao parto.PURPOSE: To evaluate the quality of health care assistance during childbirth in the hospitals of Goiânia, in Brazil. METHODS: Thirteen hospitals were appraised from April to December 2007, and a random sample of 404 normal births was studied. Data were obtained from interviews with mothers after delivery and by consulting their medical records. The quality of assistance at birth was evaluated by using the Bologna score and by comparing the procedures used in those hospitals to standard

  14. Sonda de Foley cervical versus misoprostol vaginal para o preparo cervical e indução do parto: um ensaio clínico randomizado Cervical Foley catheter versus vaginal misoprostol for cervical ripening and induction of labor: a randomized clinical trial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Virginia de Oliveira e Oliveira

    2010-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a efetividade da sonda e Foley com o uso de misoprostol vaginal para o preparo cervical e indução do parto. MÉTODOS: ensaio clínico randomizado, não cego, realizado entre Janeiro de 2006 a Janeiro de 2008. Foram incluídas 160 gestantes com indicação de indução do parto, divididas em dois grupos: 80 para uso da sonda de Foley e 80 para misoprostol vaginal. Os critérios de inclusão foram: idade gestacional a partir de 37 semanas, feto único, vivo, cefálico e índice de Bishop igual ou menor que 4. Foram excluídas pacientes com cicatriz uterina, ruptura das membranas, peso fetal estimado maior que 4000 g, placenta prévia, corioamnionite e condições que impunham o término imediato da gestação. Os testes estatísticos utilizados foram Mann-Whitney, χ2 de Pearson ou exato de Fischer, sendo considerado significativo se menor que 0,005. RESULTADOS: o misoprostol desencadeou mais vezes o parto de forma espontânea (50,0 versus 15,0% para Foley pPURPOSE: to compare the effectiveness of the Foley balloon with vaginal misoprostol for cervical ripening and labor induction. METHODS: randomized clinical trial, not blind, conducted from January 2006 to January 2008. A total of 160 pregnant women with indication for induction of labor were included and divided into two groups, 80 for Foley and 80 for vaginal misoprostol. Inclusion criteria were: gestational age of 37 weeks or more, a live single fetus with cephalic presentation and a Bishop score of four or less. We excluded patients with a uterine scar, ruptured membranes, estimated fetal weight greater than 4000 g, placenta previa, chorioamnionitis and conditions that imposed the immediate termination of pregnancy. Statistical tests employed were Mann-Whitney, χ2 test or Fisher's exact test, and p value was significant if less than 0.005. RESULTS: misoprostol triggered more frequently spontaneous delivery (50.0 versus 15.0% for Foley, p<0.001 and required less use of

  15. Evidências sobre o suporte durante o trabalho de parto/parto: uma revisão da literatura Evidence on support during labor and delivery: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Odaléa Maria Brüggemann

    2005-10-01

    Full Text Available Os efeitos do suporte à mulher durante o trabalho de parto/parto por profissionais de saúde, mulheres leigas e doulas, sobre os resultados maternos e neonatais têm sido avaliados em vários ensaios clínicos randomizados, metanálises e revisões sistemáticas. Este artigo apresenta a revisão desses estudos, enfocando as principais características, o provedor de suporte, a simultaneidade na presença ou não do companheiro/familiares da parturiente durante o trabalho de parto e parto, e os resultados obtidos. Foram incluídos os estudos publicados entre os anos de 1980 e 2004, que contemplam explicitamente os aspectos avaliados. De maneira geral, os resultados do suporte são favoráveis, destacando-se redução da taxa de cesarianas, da analgesia/medicamentos para alívio da dor, da duração do trabalho de parto, da utilização de ocitocina e produzindo aumento na satisfação materna com a experiência vivida. Quando o provedor de suporte não é um profissional de saúde, os benefícios têm sido mais acentuados. Os estudos disponíveis não avaliam o acompanhante escolhido pela parturiente como um provedor de suporte, o que constitui lacuna de conhecimento a ser preenchida.The effects of support for women during labor and delivery provided by health professionals, lay women, and doulas on the maternal and neonatal outcomes have been evaluated through randomized clinical trials, meta-analyses, and systematic reviews. This article presents a review of these studies, focusing on the principal characteristics, support provider, simultaneous presence of the woman's spouse and/or family members during labor and delivery and the outcomes. The analysis included studies published from 1980 to 2004 which explicitly approached these aspects. In general, the results of such support were favorable, highlighting a reduction in the cesarean rate, analgesia/ medication for pain relief, duration of labor, and utilization of oxytocin and an increase in

  16. Perineal hernia in sheep containing pregnancy uterus / Hérnia perineal em ovino com útero gravídico como conteúdo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Augusto José Savioli de Almeida Sampaio

    2010-09-01

    Full Text Available Herniations and eventrations are ordinary events of buiatric clinic. Umbilical and inguinal hernias are well described, but perineal hernias in small ruminant animals are not so mentioned. Even though being the perineal hernia more common in cats and dogs, it might be occasionally observed in pregnant sheep close to delivery, being the gravid uterus rarely as content. The present study describes the event of perineal hernia with gravid uterus as content in a sheep of approximately one year old with no breed defined with a pregnancy period about 120 days. The adopted procedure included surgical reduction of the hernia, but without the closure of the hernial ring. The animal presented excellent recovery without post-surgery complications. Herniações e eventrações são ocorrências comuns na clinica buiátrica. Hérnia umbilical e inguino-escrotal são bem descritas, porém hérnias perineais em pequenos ruminantes são pouco relatadas. Apesar de a hérnia perineal ser mais comum em cães e gatos, pode ser ocasionalmente observada em ovelhas gestantes próximas ao parto sendo que raramente apresenta o útero como conteúdo. O presente relato descreve a ocorrência de hérnia perineal com útero gravídico como conteúdo em uma ovelha de aproximadamente um ano de idade sem raça definida com tempo de gestação aproximado de 120 dias. A terapêutica adotada incluiu a redução cirúrgica da hérnia, porém, sem a síntese do anel herniário. O animal apresentou excelente recuperação sem complicações pós-operatórias.

  17. EPIDURAL ANALGESIA DURING LABOR Analgesia epidural para el trabajo de parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juan Carlos Zafra Pedone

    2008-12-01

    desenlaces clínicos y paraclínicos favorables. Sin embargo a pesar de la evidencia actual de sus beneficios su utilización en nuestros servicios de Obstetricia es baja. Objetivo: Describir la utilización de la técnica de analgesia peridural en las pacientes obstétricas del Hospital Universitario San José HUSJ – Popayán (Colombia. Materiales y métodos: Estudio descriptivo tipo serie de casos, en el cual se recolectaron datos de pacientes pertenecientes al servicio de Obstetricia del HUSJ durante dos meses del año 2006. El análisis se hizo mediante estadística descriptiva. Resultados: 41 gestantes con edad promedio de 23,4 años fueron incluidas. El 65,9% eran primíparas y el 85,4% tenían embarazos a término. Al momento de la punción dural la moda de la dilatación y de la puntuación de dolor mediante la escala visual análoga fue de 6 y 8 respectivamente. El promedio de latencia fue 14,1 minutos. El 95,1% requirieron un refuerzo aplicado en promedio 80 min después y el 61% dos refuerzos aplicados después de 49 min en promedio. La mayoría finalizó su embarazo por vía vaginal. Conclusiones: Los resultados del presente estudio son acordes a los reportados en la literatura mundial, corroborando la efectividad de la analgesia peridural y la favorable relación beneficio/riesgo para el control del dolor asociado con el trabajo de parto.

  18. Partos domiciliares acidentais na região sul do Município de São Paulo Accidental home deliveries in southern São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Furquim de Almeida

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a freqüência, o risco de mortalidade fetal e neonatal precoce e os determinantes do parto domiciliar acidental. MÉTODOS: Estudo caso-controle de base populacional sobre mortes fetais e neonatais precoces realizado na região sul do Município de São Paulo. Foram coletados dados em entrevistas domiciliares e de prontuários hospitalares. Os motivos referidos pelas mães para a ocorrência de partos domiciliares foram obtidos nas entrevistas. Os fatores de risco para o parto domiciliar foram obtidos comparando-se com os partos hospitalares. Os dados foram analisados separadamente para perdas fetais, óbitos neonatais e sobreviventes. Foram utilizadas odds ratio, intervalo de confiança de 95% e o teste exato de Fisher para avaliar os fatores de risco e estimar o risco de morte. RESULTADOS: A freqüência de partos domiciliares de 0,2% no Sistema de Informações de Nascidos Vivos está sub-notificada. Quando ajustada, passa a ser de 0,4%, compatível com a encontrada em algumas cidades da Europa. Todos os partos domiciliares identificados foram acidentais. O parto domiciliar acidental está associado ao aumento da mortalidade fetal e neonatal precoce. Características sociais das mães e da gestação estão associadas à ocorrência de partos domiciliares acidentais, e não são sempre as mesmas para os três tipos de desfecho (óbito fetal, óbito neo-natal precoce e sobreviventes. A falta de transporte para o hospital foi indicada como motivo para os partos domiciliares por 30% das mães. Falhas do sistema de saúde em reconhecer a iminência do parto e a não disponibilidade de atendimento de urgência contribuíram para a ocorrência de alguns partos domiciliares. CONCLUSÕES: Apesar de serem eventos raros, pelo menos em área urbana, os partos domiciliares acidentais devem merecer atenção específica, já que acarretam aumento do risco de morte e parecem ser evitáveis.OBJECTIVE: To identify the frequency, risks

  19. Aplicação de uma curva de ganho de peso para gestantes Application of a weight gain curve for pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arnaldo Augusto Franco de Siqueira

    1977-06-01

    Full Text Available Com a finalidade de estudar a influência do estado nutricional materno sobre o peso do recém-nascido, foi aplicado em 460 gestantes inscritas no Centro de Saúde Geraldo de Paula Souza o método antropométrico para o diagnóstico do estado nutricional de uma população de gestantes, pois este método é de fácil aplicação e não exige pessoal especializado. Parece existir uma relação positiva entre o peso pré-gestacional, o ganho de peso da gestante durante a gravidez, e o peso ao nascer do concepto, bem como a idade gestacior.al. Observou-se ainda que houve uma diferença de 296,7 gramas a mais no peso dos recém-nascidos de gestante com peso pré-gestacional adequado, que no grupo de gestante com peso pré-gestacional insuficiente. Em trabalhos anteriores descreveu-se a necessidade de se utilizar curvas ponderais para o diagnóstico do estado nutricional materno: a curva que ora se apresenta é mais simples que outras já descritas anteriormente. No momento está sendo testada para se avaliar a sua eficácia.The authors studied the influence of maternal nutrition on birth weight using anthropometric techniques because these methods are of low cost, and do not need specialized manpower for their application. In the 460 pregnant women attended at a prenatal care service, there was a positive relationship between pre-gestational weight gain during pregnancy, birth weight and gestational age. Babies born from mothers with adequate pre-gestational weight were 296.7 grammes heavier than those of women with insufficient weight. Anthropometric curves for the measurement of maternal weight have been simplified and now this new curve is being tested.

  20. humanização ao parto e nascimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rejane Antonello Griboski

    2006-01-01

    Full Text Available En la búsqueda de conocer el impacto de la política de humanización al parto y al nacimiento para mujeres y profesionales de la salud fue realizada una investigación cualitativa, usando como la metodología de referencia el Análisis de Contenido. Los datos fueron recolectados mediante la entrevista individual, así las informaciones obtenidas y analizadas a la luz de la Bioética Feminista apuntan que las mujeres vivencian el proceso de parto y alumbramiento con la sensación de miedo y desconocimiento del mismo; y la humanización en ese momento, significa someterse a las acciones intervencionistas dirigidas, a ellas, colocándolas en situación de vulnerabilidad extrema. Los profesionales verbalizan la existencia de una jerarquización en las relaciones, entre ellos y las mujeres, que delimita el espacio social y de los saberes. Fue evidente la falta de comunicación en la asistencia dispensada por ellos a las mujeres. El rescate de la autonomía femenina frente al proceso de parto y la transformación en las relaciones interpersonales y profesionales son aspectos relevantes vinculados a los cambios propuestos por la Política de Humanización.

  1. Padrão do consumo de álcool em gestantes atendidas em um hospital público universitário e fatores de risco associados Alcohol use pattern in pregnant women cared for in a public university hospital and associated risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Líbera Helena Ribeiro Fagundes de Souza

    2012-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar em puérperas internadas em um hospital universitário da região Sudeste do Brasil o padrão de consumo alcoólico antes e durante a gravidez, e fatores de risco associados a esse uso. MÉTODOS: Foram incluídas, consecutivamente, 493 puérperas entre junho e setembro de 2009. Foram excluídas puérperas com deficiência cognitiva. Para diagnosticar uso/abuso do álcool antes da gestação foram utilizados os questionários AUDIT e CAGE e, para o consumo durante a gravidez, também o T-ACE. Outro questionário foi aplicado para coleta de dados sociodemográficos, tais como, idade, escolaridade, situação conjugal e renda familiar. Para análise estatística foi utilizado o teste do χ² e calculou-se Odds Ratio (OR e intervalo de confiança de 95% (IC95%. Valor pPURPOSE: To determine the pattern of alcohol use before and during pregnancy and associated risk factors in puerperal women hospitalized in a public university hospital in Southeastern Brazil. METHODS: Between June and September 2009, 493 puerperae were consecutively evaluated. Those with cognitive impairment were excluded from the study. The AUDIT and CAGE questionnaires were used to diagnose alcohol use/abuse before pregnancy, in addition to the T-ACE during pregnancy. Another questionnaire was applied to collect sociodemographic data, such as age, educational level, marital status, and household income. The χ² test was used in the statistical analysis and the Odds Ratio (OR and 95% confidence interval (95%CI were calculated. A p-value <0.05 was considered to be significant. RESULTS: Before pregnancy, the CAGE was positive in 50/405 (12.3% women and the AUDIT identified alcohol use in 331 (67.1%, which was of low risk in 233 (47.3%, risky in 73 (14.8%, and harmful or indicating possible alcohol dependence in 25 (5%. During pregnancy, the CAGE was positive in 53/405 (13.1% women and the T-ACE in 84 (17%; the AUDIT identified alcohol use in 114 women, which was of

  2. Perfil de casais que optam pelo parto domiciliar assistido por enfermeiras obstétricas Perfil de las parejas que optan por el parto domiciliario asistido por enfermeras obstétricas Profile of couples who opt for home birth assisted by obstetric nurses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iara Simoni Silveira Feyer

    2013-06-01

    Full Text Available Esta pesquisa exploratório-descritiva foi desenvolvida com o objetivo de identificar as características sociodemográficas de casais que optam pelo domicílio como local para a ocorrência do parto. Participaram 25 casais que elegeram os serviços de uma equipe de enfermeiras obstétricas que assiste a partos domiciliares, em Florianópolis-SC. As informações foram obtidas por meio dos registros em prontuários dos atendimentos prestados pelas enfermeiras e de entrevistas semiestruturadas com os casais praticantes do parto domiciliar planejado, tendo sido realizada análise descritiva do perfil obtido. Identificou-se que a maioria dos casais era de pessoas com formação superior, relacionamento estável, que residiam em casa própria e tinham estabilidade profissional. Grande parte dos participantes não era natural de Florianópolis e alguns casais vieram de outras cidades para que o parto ocorresse nesta cidade. Foi possível concluir que a opção pelo parto em casa está atrelada à revalorização do ambiente doméstico, e não a um resgate do passado.Estudio exploratorio-descriptivo, desarrollado con el objetivo de identificar las características sociodemográficas de las parejas que eligen el hogar como un lugar para la ocurrencia del parto. Participaron 25 parejas que han elegido los servicios de un equipo de enfermeras obstétricas que asisten partos en domicilio de Florianópolis-SC. La información se obtuvo a través de los registros de la atención prestada por las enfermeras y entrevistas semiestructuradas con las parejas participantes del nacimiento domiciliario planificado, después de haber realizado un análisis descriptivo del perfil obtenido. Se identificó que la mayoría de las parejas practicantes del parto en casa son personas con educación superior, relación estable, que viven en sus propias casas y tienen seguridad laboral. Gran parte de los participantes no es natural de Florianópolis y algunas parejas

  3. Aplicação de programa educativo multidisciplinar em gestações de alto risco devido a doenças endócrinas Application of multidisciplinary educational program in high-risk pregnancies due to endocrine diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alina Coutinho Rodrigues Feitosa

    2010-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a aplicação de um programa de intervenção multidisciplinar educativo em mulheres com gestação de alto risco devido a doenças endócrinas. MÉTODOS: avaliamos retrospectivamente a aplicação de um programa educativo multidisciplinar em 185 gestantes com doenças endócrinas referenciadas para uma maternidade especializada em gestação de alto risco. As gestantes receberam atenção pré-natal multidisciplinar por times compostos por endocrinologistas, obstetras, ultrassonografistas, enfermeiras e nutricionistas. Informações orais e escritas sobre hábitos saudáveis, cuidados com diabetes, uso de adoçantes artificiais e exercícios na gestação foram passadas na primeira consulta endocrinológica. Plano nutricional individualizado foi feito em primeira visita à nutricionista. Nas reavaliações mensais com nutricionista e quinzenais com endocrinologista, as informações sobre mudanças saudáveis no estilo de vida eram reforçadas e o peso registrado. O grau de aderência à dieta e atividade física foi autorreferido. Comparou-se o peso semanal antes e após a intervenção multidisciplinar, peso fetal ao nascimento, taxa de macrossomia e baixo peso, e a frequência de parto cesário nas quatro categorias de índice de massa corpórea (IMC pré-gestacional (30 kg/m². RESULTADOS: a principal patologia de encaminhamento foi o diabetes (84,9%. Um terço das gestantes (31,2% era composto por portadoras de sobrepeso e 42,5% tinham obesidade pré-gestacional. A maior parte das gestantes foi vista pela primeira vez pela equipe multidisciplinar no terceiro trimestre (64,1%, e 50,5% delas excederam o ganho de peso recomendado para toda a gestação à primeira avaliação. Gestantes obesas excederam o ganho de peso recomendado em 62,5% dos casos. Após a intervenção multidisciplinar, o percentual de gestantes que excedeu o ganho de peso semanal recomendado reduziu em todas as categorias de IMC pré-gestacional (IMCPG

  4. Avaliação da autoestima de gestantes com uso da Escala de Autoestima de Rosenberg Evaluación de la autoestima de gestantes con uso de la escala de autoestima de Rosemberg Assessment of self-esteem in pregnant women using Rosenberg's self-esteem scale

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ligia Maçola

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo descritivo e transversal foi avaliar a autoestima de 127 gestantes atendidas em programa de pré-natal de um hospital público de ensino. Os dados foram colhidos usando-se a Escala de Autoestima de Rosenberg; a autoestima insatisfatória foi relacionada a variáveis sócio-demográficas, de saúde da gestante e da presença ou não de sistemas de apoio. Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva e análise univariada, buscando possíveis associações. As gestantes com autoestima insatisfatória totalizaram 60% da amostra. Em relação aos dados sócio-demográficos, as mulheres com menor escolaridade apresentaram maior frequência de escores de autoestima insatisfatória, divergindo de resultados de outros estudos. As gestantes que referiram gestação não planejada apresentaram maior prevalência de autoestima insatisfatória do que aquelas que referiram tê-la planejado. A ausência de apoio do parceiro para cuidar do filho após seu nascimento também esteve associada a menor autoestima nas grávidas. Não foram encontradas relações estatisticamente significativas para as demais variáveis estudadas.El objetivo de este estudio descriptivo y transversal fue evaluar la autoestima de 127 gestantes atendidas en el programa prenatal de un hospital público de enseñanza. Los datos fueron recolectados utilizando la Escala de Autoestima de Rosenberg; la autoestima insatisfactoria se relacionó con variables socio-demográficas, de salud de la gestante y de la existencia o no de sistemas de apoyo. Los datos fueron sometidos a análisis estadístico descriptivo y a análisis univariado, buscando posibles asociaciones. Las gestantes con autoestima insatisfactoria totalizaron el 60 % de la muestra. En relación a los datos socio-demográficos, las mujeres con menor escolarización presentaron mayor frecuencia de puntajes de autoestima insatisfactoria, divergiendo de resultados de otros estudios. Las

  5. Experiências e expressões de gestantes na interação com o sistema de saúde: um enfoque fotoetnográfico Experiencias y expresiones de gestantes en su interacción con el sistema de salud: un enfoque fotoetnográfico Pregnant women's experiences and expressions related to the interaction with the health system: a photoethnographic approach

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Maria Melleiro

    2004-06-01

    Full Text Available Estudo conduzido com o objetivo compreender a experiência da mulher, no seu contato com o sistema de saúde, por ocasião do parto. Adotou-se como referencial teórico-metodológico a Antropologia Cultural e a Etnografia. A coleta de dados foi realizada por meio da observação participante, do recurso fotográfico e da entrevista. As fotografias foram realizadas por gestantes, cujo pré-natal foi realizado nas Unidades Básicas de Saúde da área de abrangência do hospital-escola, cenário cultural desta investigação. Os dados foram apresentados na forma de narrativa, e a sua análise se deu por meio do método biográfico interpretativo. Dos dados foram extraídas oito categorias, das quais emergiram três temas culturais, por meio dos quais as colaboradoras resgatam e classificam as suas experiências, na condição de ratificar os resultados dos eventos significativos considerados positivos ou de fazer uma releitura dos eventos negativos. Elas prosseguem vislumbrando o processo de nascimento em todas as suas dimensões, utilizando o olhar fotográfico, que ora permitiu que fatos fossem registrados e absorvidos, ora evitou que suas lentes captassem aquilo que seria difícil elaborar naquele momento. Os achados deste estudo possibilitaram uma visão compreensiva do conhecimento cultural das colaboradoras com relação à sua interação com o sistema de saúde, bem como de suas expectativas no ciclo gravídico-puerperal.Este trabajo etnográfico tuvo por objetivo comprender la experiencia de la mujer en su contacto con el sistema de salud, con motivo del parto. Fueron adoptados como referencial teórico-metodológico la Antropología Cultural y la Etnografía. La recolección de datos fue por medio de la observación participante, el recurso fotográfico y la entrevista. Las fotografías fueron tomadas por las gestantes-colaboradoras con prenatal realizado en las Unidades Básicas de Salud del área de influencia del hospital escuela

  6. O efeito do banho de imersão na duração do trabalho de parto El efecto del baño de inmersión en la duración del trabajo de parto The effect of immersion baths on the length of childbirth labor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flora Maria Barbosa da Silva

    2006-03-01

    Full Text Available Estudo experimental, randomizado do tipo ensaio-clínico, teve como objetivo identificar a influência do banho de imersão na duração do primeiro período clínico do parto e na freqüência e duração das contrações uterinas. Os dados foram coletados em uma maternidade pública filantrópica da cidade de São Paulo que atende, em média, 1.100 partos mensais. A amostra constou de 108 parturientes, 54 no grupo controle e 54 no experimental, que fizeram uso do banho de imersão. Os resultados demonstraram que o banho de imersão não modificou a duração do trabalho de parto e a freqüência das contrações uterinas. No entanto, a duração das contrações foi estatisticamente menor no grupo experimental (41,9 versus 44,6min. Concluiu-se que o banho de imersão é uma alternativa para o conforto da mulher, durante o trabalho de parto, por oferecer alívio à parturiente, sem interferir na progressão do parto sem trazer prejuízos ao recém-nascido.Este estudio experimental, randomizado del tipo ensayo-clínico, tuvo como objetivo identificar la influencia del baño de inmersión en la duración del primer período clínico del parto y en la frecuencia y duración de las contracciones uterinas. Los datos fueron recolectados en una maternidad pública filantrópica de la ciudad de São Paulo que atiende, en promedio, 1,100 partos mensuales. La muestra constó de 108 parturientas, 54 en el grupo control y 54 en el experimental, que hicieron uso del baño de inmersión. Los resultados demostraron que el baño de inmersión no modificó la duración del trabajo de parto y la frecuencia de las contracciones uterinas. Entre tanto, la duración de las contracciones fue estadísticamente menor en el grupo experimental (41,9 versus 44,6min. Se concluye que el baño de inmersión es una alternativa para el confort de la mujer, durante el trabajo de parto, por ofrecer alivio a la parturienta, sin interferir en la progresión del parto y ocasionar

  7. Relatos clínicos de contaminación y peligro. Cocreando desde dentro el estigma social en la gestante seropositiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Manuel Hernández Garre

    2015-12-01

    Full Text Available El objetivo del artículo ha sido explorar las principales representaciones de los sanitarios respecto a las parturientas VIH positivo, y sus posibles repercusiones en el proceso de creación/destrucción de su identidad en clave de estigma social. La metodología elegida ha sido la realización de una serie de entrevistas semiestructuradas, cuyos resultados muestran ciertos miedos e inseguridades que afloran en los sanitarios como consecuencia de la sensación de vulnerabilidad, miedos que se acrecientan en el parto, donde la posibilidad de infección se magnifica al tener contacto con fluidos corporales potencialmente contaminantes. La conclusión final es que la corporalidad de la gestante seropositiva se construye en los medios clínicos en clave negativa, apareciendo en los relatos dos tipos de estigma, el «determinante», asociado al peligro de contagio en sí mismo, y el «simbólico», derivado de las conductas socialmente desacreditadas que se relacionan popularmente a la enfermedad.

  8. Hematoma subdural agudo espontâneo e hemorragia intracerebral em paciente com microangiopatia trombótica gestacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sâmia Yasin Wayhs

    2013-06-01

    Full Text Available Pré-eclâmpsia, síndrome HELLP (hemólise, elevação de enzimas hepáticas e plaquetopenia e fígado gorduroso agudo da gestação são as principais causas de microangiopatia trombótica e disfunção hepática grave durante a gestação, representando um spectrum do mesmo processo patológico. Relatou-se aqui o caso de uma gestante com 35 semanas internada em unidade de terapia intensiva no pós-operatório imediato de cesariana por morte fetal, com náuseas, vômitos e icterícia. Diagnosticaram-se pré-eclâmpsia pós-parto e fígado gorduroso agudo da gestação. Houve evolução tardia com hematoma subdural agudo e hemorragia intracerebral, sendo realizado tratamento neurocirúrgico. A paciente foi a óbito por anemia hemolítica refratária, com sangramento espontâneo em múltiplos órgãos. Pré-eclâmpsia, síndrome HELLP e fígado gorduroso agudo da gestação são processos patológicos que podem se sobrepor e se associar a complicações potencialmente fatais, como a hemorragia intracraniana aqui descrita. Sua detecção e diagnóstico precoces são fundamentais para a instituição de manejo adequado e sucesso do tratamento.

  9. Morbidade materna grave em um hospital universitário de referência municipal em Campinas, Estado de São Paulo Severe maternal morbidity at a local reference university hospital in Campinas, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Gomes Luz

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência e os fatores de risco associados à morbidade materna grave numa maternidade terciária. MÉTODOS: trata-se de um estudo de corte transversal dos casos de morbidade materna grave atendidos no Hospital e Maternidade Celso Pierro entre outubro de 2005 e julho de 2006, identificados a partir dos livros de controle das unidades de internação, pronto atendimento e centro obstétrico. Foram estudadas gestantes e puérperas que apresentavam condições definidoras de morbidade materna grave a partir dos diagnósticos clínicos segundo critérios propostos por Waterstone. Posteriormente, os casos de maior gravidade clínica, chamados de morbidade extremamente grave, foram reclassificados utilizando-se os critérios definidores de Mantel, baseados em disfunção orgânica e manejo. RESULTADOS: foram identificadas 114 mulheres com morbidade materna grave entre 2.207 partos, com razão de outra morbidade grave e morbidade extremamente grave de 44,9 e 6,8 casos por 1.000 partos, respectivamente. A média da idade gestacional no parto foi de 35 semanas e 87% das mulheres vieram de área de cobertura da maternidade no município. A hipertensão (pré-eclâmpsia grave representou 96% de outras morbidades graves e a hemorragia esteve presente em 60% dos casos de morbidade extremamente grave, seguida de hipertensão. A prevalência de morbidade extremamente grave entre os casos de morbidade grave não se associou com estado marital, escolaridade, idade materna, tipo de parto, gestações, idade gestacional e distrito de saúde de moradia. CONCLUSÕES: as outras morbidades graves foram 6,6 vezes mais freqüentes que os casos extremamente graves, sem diferenças entre os grupos por fatores de risco epidemiológicos.PURPOSE: to assess the prevalence and risk factors associated with near miss and other severe maternal morbidity at a reference tertiary maternity. METHODS: this is a cross-sectional study on severe maternal morbidity

  10. Características da gravidez na adolescência em São Luís, Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simões Vanda Maria Ferreira

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as principais características socioeconômicas, demográficas, antropométricas e comportamentais, bem como os resultados perinatais da gravidez na adolescência. Conhecer os tipos de serviços de saúde utilizados pelas gestantes adolescentes. MÉTODOS: A amostra de 2.429 partos de mulheres residentes em São Luís, MA, abrangeu 94% dos nascimentos hospitalares. As mulheres foram separadas em seis grupos de idade para melhor avaliação do comportamento das variáveis entre os dois grupos de adolescentes (abaixo de 18 anos; 18 a 19 anos e entre as adolescentes e as demais mulheres. O teste do qui-quadrado foi utilizado para a comparação de proporções e a razão de prevalências foi empregada como medida de efeito. RESULTADOS: Das 2.429 mulheres, 714 eram adolescentes (29,4%. Seu coeficiente específico de fecundidade, 72,2 por mil, foi mais elevado que em outras regiões do País. As adolescentes apresentaram piores condições socioeconômicas e reprodutivas que as demais mulheres, maior proporção de pré-natal inadequado (39,2% e muitas não tinham companheiro (34,5%. Por outro lado, tiveram menor proporção de parto cesáreo (23,0% e de fumantes (3.5%. CONCLUSÕES: Apesar da situação socioeconômica igualmente desfavorável, as adolescentes de 18 a 19 anos apresentaram resultados perinatais semelhantes às mulheres de 25 a 29 anos. Já as menores de 18 anos tiveram maiores proporções de filhos com baixo peso ao nascer, prematuros e com maior risco de mortalidade infantil. Isto sugere que a imaturidade biológica possa estar associada a maiores taxas de prematuridade, baixo peso ao nascer e mortalidade infantil.

  11. Parâmetros sangüíneos e urinários, no pré e pós parto, de búfalas criadas em sistema exclusivo de pastejo The blood and urinary values in the pre and pos-parturient period of buffaloes, kept on exclusive pasture feeding

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Magno Chaves de Oliveira

    2003-06-01

    Full Text Available Foi avaliada a ocorrência de alterações nas concentrações de glicose sanguínea, proteína plasmática total, hematócrito e presença de corpos cetônicos na urina de oito búfalas leiteiras da raça Murrah, com idade variando entre 5 e 10 anos, com no mínimo duas lactações, clinicamente sadias, desde 60 dias antes até 60 dias pós-parto. As concentrações médias de glicose sangüínea e o valor médio do hematócrito diminuíram significativamente no pós-parto (pEight lactating buffaloes of the Murrah breed were used from 60 days before up to 60 days after calving, in order to evaluate alterations in the concentration of blood glucose, total plasmatic protein, haematocrit and the presence of ketonic bodies in the urine. The 5 to 10- year old buffaloes were clinically healthy and had had at least two lactations. During the experimental period the animals were maintained on Brachiaria brizantha pasture and supplemented with a mineral mixture and water.The media concentrations of blood glucose and the media values of the haematocrit diminished significantly after calving (p<0,05. The concentrations of total plasmatic protein did not show significant variation during the pre and post-calving period. The ketonic bodies in the pre-calving period were only detected in the urine of one buffaloe, but after the 32nd day of lactation ketonic bodies were detected in all animals. There was a direct relationship between the color of the urine positive by the Rothera test and blood glucose concentrations. It can be concluded that at the beginning of lactation the buffaloes had an energetic deficit, characterized by a decline of blood glucose concentrations and the presence of ketonic bodies in the urine, and that lactation caused a progressive decline of the hematocrit, but that the concentration of total plasmatic protein did not vary during the pre and post-calving period.

  12. Depressão pós-parto e alterações de sono aos 12 meses em bebês nascidos na zona urbana da cidade de Pelotas/RS Postpartum depression and sleep disorders in 12 month-old babies born in the urban area of Pelotas city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Rozales Lopes

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar se existe associação entre as alterações no sono dos bebês aos 12 meses de vida e a depressão pós-parto materna. MÉTODOS: Estudo do tipo transversal aninhado a uma coorte. A amostra foi constituída por mulheres que realizaram o acompanhamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS, nas unidades básicas de saúde do município de Pelotas, e que tiveram seus partos a partir de junho/2006. Os bebês de 12 meses oriundos dessa gestação também fazem parte da amostra. Para avaliar a presença de sintomas depressivos nas mães, foi utilizada a Edinburgh Postnatal Depression Scale (EPDS e foram investigados os seguintes comportamentos do sono dos bebês: horas de sono por dia, regularidade do horário para dormir e acordar, sono agitado e despertar noturno. Para análise, foi utilizada Regressão de Poisson. RESULTADOS: 35,7% dos bebês possuem alteração no padrão de sono. Após o ajuste ao modelo hierárquico proposto, a alteração no sono infantil manteve associação com a sintomatologia depressiva da mãe (p OBJECTIVE: Verify whether there is association between sleep disorders in babies at 12 months of age and postpartum depression in motherhood. METHODS:Cross sectional study. The sample was made up of women who had done their prenatal medical care at the National Health System (SUS, at the health basic units in Pelotas and who had their deliveries from June, 2006. The 12 month old babies from these women are also part of the sample. In order to assess depressive symptoms in the mothers, Edinburgh Postnatal Depression Scale was used and the following sleeping behaviors of the babies were investigated: hours of sleep per day, regularity of sleep and wake up time, disturbed sleep and night awakening. Poisson Regression was used for the analysis. RESULTS: 35.7% of the babies showed alterations in their sleeping patterns. After adjusting for the proposed hierarchal model, sleep alteration of the babies was still

  13. Freqüência das infecções pelo HIV-1, rubéola, sífilis, toxoplasmose, citomegalovírus, herpes simples, hepatite B, hepatite C, doença de Chagas e HTLV I/II em gestantes, do Estado de Mato Grosso do Sul Frequency of HIV-1, rubella, syphilis, toxoplasmosis, cytomegalovirus, simple herpes virus, hepatitis B, hepatitis C, Chagas’ disease and HTLV I/II infection in pregnant women of State of Mato Grosso do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ernesto Antonio Figueiró-Filho

    2007-04-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar a freqüência das infecções por sífilis, rubéola, hepatite B, hepatite C, toxoplasmose, doença de Chagas, HTLV I/II, herpes simples, HIV-1 e citomegalovírus em gestantes e relacionar a faixa etária das pacientes com a freqüência das infecções. Estudo transversal de 32.512 gestantes submetidas à triagem pré-natal no período de novembro de 2002 a outubro de 2003. As freqüências encontradas foram de 0,2% para infecção pelo vírus HIV-1, 0,03% para rubéola, 0,8% para sífilis, 0,4% para toxoplasmose, 0,05% para infecção aguda pelo citomegalovírus, 0,02% pelo vírus herpes simples, 0,3% para hepatite B (HBsAg, 0,1% para hepatite C, 0,1% para HTLV I/II e 0,1% para doença de Chagas. Houve associação significativa entre faixa etária e infecções por rubéola, citomegalovírus, doença de Chagas e herpes vírus. As freqüências de rubéola, sífilis, toxoplasmose, doença de Chagas e citomegalovírus nas gestantes encontram-se abaixo dos valores descritos na literatura.It was aimed to estimate the frequency of syphilis, rubella, hepatitis B, hepatitis C, toxoplasmosis, Chagas’ disease, HTLV I/II, simple herpes virus, HIV-1 and cytomegalovirus in pregnant women and to evaluate the relationship between age and the frequency of the infections studied. A transversal study of 32,512 pregnant women submitted to pre-natal sreening in the period of November 2002 to October 2003. The frequency of the tried infections among the pregnant women were 0.2% of HIV-1, 0.03% of rubella, 0.8% of syphilis, 0.4% of toxoplasmosis, 0.05% of cytomegalovirus, 0.02% of simple herpes virus, 0.3% of HBsAg, 0.1% of hepatitis C, 0.1% of HTLV and 0.1% of Chagas’ disease. There was significative statistical association between age and prenatal infection of rubella, cytomegalovirus, Chagas’ disease and herpes virus. The rates of frequency of rubella, syphilis, toxoplasmosis, Chagas’ disease and cytomegalovirus in pregnant women

  14. Influência da altura e ganho de peso maternos e de idade gestacional sobre o peso do recém-nascido: estudo de 3 grupos de gestantes normais The influence of maternal height and weight gain and gestational age on the newborn's weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arnaldo Augusto Franco de Siqueira

    1975-09-01

    Full Text Available Foi estudada em 1.354 gestantes normais, a influência da altura e ganho de peso maternos e da idade gestacional sobre o peso do recém-nascido. Verificou-se que as gestantes que deixaram de ganhar peso em controles mensais e as que tinham 1,49 m ou menos de altura apresentaram maior risco de terem recém-nascido de baixo peso. O maior aumento de peso fetal ocorre entre a 36ª e 40ª semanas de gravidez. Foi construída uma curva ponderal para gestantes normais, que possibilita a identificação de gestantes desnutridas ou obesas. Foi testada a curva de crescimento intrauterino de Tanner e Thomson, verificando-se sua aplicabilidade em nosso meio.The influence of maternal height and maternal weight gain and gestational age on the newborn's weight was studied in 1.354 pregnant women. The pregnant women who stopped gaining weight in monthly follow-ups and those whose height was 1.49 m or under presented a greater probability of having low weight babies at birth. The largest foetal weight gain was between the 36th and 40th week of pregnancy. A normal weight curve that permits the identification of undernourished and overweight preganant women was built The Tanner and Thomsen intrauterine growth diagramme and its applicability among our population was pointed out.

  15. Transtornos mentais na gravidez e condições do recém-nascido: estudo longitudinal com gestantes assistidas na atenção básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daisy Oliveira Costa

    Full Text Available Resumo O objetivo do estudo foi verificar a presença e a associação entre diagnósticos prováveis de transtornos mentais em gestantes da atenção básica e condições dos recém-nascidos. Estudo longitudinal com gestantes (18 a 39 anos, no segundo e terceiro trimestres da gravidez, assistidas na atenção básica da região Metropolitana de São Paulo (fevereiro a agosto/2014. Foram aplicados: questionário sociodemográfico, instrumento para Avaliação de Transtornos Mentais na Atenção Primária e entrevista sobre informações e percepção do comportamento do recém-nascido. Das 300 gestantes entrevistadas, 76 apresentaram diagnóstico provável de transtorno mental, sendo que 46 apresentavam sintomas de depressão/distimia e 58, ansiedade/pânico. Observou-se baixo peso ao nascer e prematuridade em 14 e 19 dos recém-nascidos, respectivamente, e não foi verificada associação com diagnósticos prováveis de transtorno mental; a presença destes associou-se com a percepção materna de alterações no comportamento do recém-nascido. Gestantes em acompanhamento de pré-natal de baixo risco apresentam frequência relevante de transtornos mentais, logo, a identificação dessas alterações na gestação pode colaborar para melhor compreensão da dinâmica do binômio mãe-filho e na qualidade na assistência à família.

  16. Atuação multiprofissional e a saúde mental de gestantes Multiprofessional care and mental health in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanda Mafra Falcone

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os transtornos afetivos não psicóticos em gestantes, intervir com grupos psicoprofiláticos e avaliar as possíveis alterações após intervenção. MÉTODOS: Foram atendidas 103 gestantes (71 adultas e 32 adolescentes em programa comunitário no bairro Paraisópolis, na capital do Estado de São Paulo. Utilizaram-se os instrumentos: Self Reporting Questionnaire e Beck Depression Inventory. Foram realizados 10 encontros semanais, de duas horas de duração com abordagem no vínculo mãe/feto, em temas relacionados à gestante e ao bebê e esclarecimentos de dúvidas das gestantes. Para comparação da saúde mental antes e após intervenção, usou-se o teste do qui-quadrado (chi2, aceitando-se como significante pOBJECTIVE: To identify non-psychotic affective disorders in pregnant women, to intervene by means of psychoprophylactic groups, and to evaluate possible alterations following intervention. METHODS: One-hundred and three pregnant women (71 adults and 32 adolescents were seen at a community program in the Paraisópolis neighborhood in the city of Sao Paulo, southeastern Brazil. We used the following instruments: Self Reporting Questionnaire and Beck Depression Inventory. Ten weekly two-hour meetings were held, addressing the link between mother and fetus and subjects related to mother and child, and answering mother's doubts. We used the chi-squared test (chi2 to compare mental health before and after the intervention, with a significance level of p<0.05. RESULTS: Affective disorders were found in 45 pregnant women (43.7% before the intervention and in 23 (22.3% after the intervention. The impact of the intervention on affective disorders was statistically significant (p=0.001. Twenty-one women (20.4% showed depression before the intervention, and 13 (12.6% after the intervention, a non-significant difference (p=0.133. CONCLUSIONS: Multiprofessional care can prevent, detect, and treat affective disorders during

  17. Fatores determinantes para as expectativas de primigestas acerca da via de parto Primigravid expectations about the delivery method and the causal factors for their choice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Porto Tedesco

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: conhecer as expectativas de primigestas com relação à via de parto, bem como os motivos de sua escolha, procurando melhorar a qualidade do relacionamento médico-paciente. MÉTODOS: foi realizado estudo do tipo qualitativo por meio da análise do sujeito coletivo, incluindo primigestas atendidas de setembro a novembro de 2003 nos pronto-socorros dos serviços da Faculdade de Medicina de Jundiaí. Foi aplicado questionário especialmente elaborado para responder aos objetivos propostos pela pesquisa o questionário é baseado nas dúvidas apresentadas por pacientes que freqüentaram o serviço meses antes da elaboração do projeto. O consentimento livre e esclarecido, assinado pela gestante e por um dos pesquisadores responsáveis. Foi obtido para fins de padronização da amostra a seleção das pacientes seguiu critérios de inclusão: idade maior que 16 anos, primigestas, que estivessem recebendo assistência pré-natal e consentimento pós-informado lido e esclarecido. Foram considerados critérios de exclusão pacientes mentalmente incapacitadas e gestantes de alto risco com doenças que pudessem interferir na escolha da paciente. RESULTADOS: a população estudada teve como perfil mais prevalente mulheres com mais de 21 anos, brancas, casadas, com segundo grau completo e que estavam no terceiro trimestre da gestação. A via de parto de preferência da maioria das mulheres (90% foi o parto vaginal normal, sendo que as principais justificativas foram: a praticidade para sua realização (94% e o medo do sofrimento e dor no pós-parto causados pela cesárea. Encontramos relação entre a preferência pelo parto vaginal com mulheres de maior idade, casadas, não havendo diferença significativa entre as raças. CONCLUSÃO: estes resultados nos mostram enorme contraste entre a preferência das mulheres e os altos índices de cesárea no Brasil. Concluímos que deve haver falha de informação, falta de diálogo entre os

  18. Uso de hierbas medicinales en mujeres gestantes y en lactancia en un hospital universitario de Bogotá (Colombia The use of herbal medicine among pregnant and lactating women attending a university hospital in Bogota, Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gloria Paulina Pulido Acuña

    2012-12-01

    Full Text Available Las mujeres durante la gestación y lactancia utilizan diferentes hierbas y es escasa la información en el ámbito clínico en Colombia. Objetivo: Describir las prácticas relacionadas con el uso de hierbas en mujeres gestantes y en lactancia del Hospital de San José, Bogotá (Colombia. Metodología: Estudio de corte transversal. Con un cuestionario estructurado se indagó el uso, la frecuencia, el modo y razones de uso, de las hierbas medicinales y de quién se aprendió la práctica. Resultados: El uso de hierbas en mujeres gestantes y en lactancia fue de 33.6% (IC95%: 29.2% - 38% y 36.6% (IC95%: 30.8% - 42.3%, respectivamente. En el grupo de gestantes la hierba más usada fue la manzanilla (36.7% y en las mujeres en lactancia fue el hinojo (65%. Conclusión: Las mujeres gestantes y en lactancia, utilizan hierbas para las molestias del embarazo, acelerar el parto, disminuir el frío y promover la producción de leche.The use of herbal supplements is a common practice about pregnant and lactating women, however in Colombia there is limited data regarding the extent of women's use of herbal medicines during pregnancy and breastfeeding. The aim of this study was to describe the patterns of herbal medication use among pregnant and lactating women at the Hospital San Jose in Bogota, Colombia. Methods: Cross-sectional study. A questionnaire was designed to measure the frequency of herbal supplementation, why women took the herbal medicine, form of supplements, and who recommended the supplements or how did they learn about the herbal supplements. Results: The use of herbal supplements among pregnant and lactating women is 33.6% (CI 95%: 29.2%-38% and 36.6 (CI 95%: 30.8%-42.3%, respectively. The most common supplement used by pregnant women is Chamomile (36,7%, and among lactating women is Fennel (Foeniculum vulgare (65%. Conclusion: Pregnant and breastfeeding women use herbal supplements for specific pregnancy-related problems, to induce labor, to

  19. Modelo predictivo de parto prematuro basado en factores de riesgo

    OpenAIRE

    Abad Chamorro, Inés

    2016-01-01

    Se entiende como parto prematuro aquel que tiene lugar antes de la semana 37 de gestación. Puede ser causado, principalmente, por una infección uterina, una rotura prematura de las membranas, una distensión uterina, o un reconocimiento inmunológico materno-fetal insuficiente. Hay toda una serie de factores de riesgo que se asocian epidemiológicamente con la prematuridad, por lo que su control o desaparición podrían disminuir la prevalencia de este hecho. El objetivo del presente estudio es di...

  20. Analgesia peridural para o trabalho de parto e para o parto: efeitos da adição de um opióide Effects of the association of an opioid with epidural analgesia for labor and delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Guilherme Cecatti

    1998-07-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia e segurança da associação bupivacaína com sufentanil para a analgesia no trabalho de parto e do parto por meio de um bloqueio peridural contínuo. Realizou-se um ensaio clínico duplo-cego, prospectivo e aleatório, incluindo sessenta mulheres nulíparas da Maternidade do CAISM/UNICAMP. No momento da analgesia, as mulheres foram aleatoriamente alocadas em dois grupos: BS, recebendo 12,5 mg de bupivacaína com adrenalina mais 30 µg de sufentanil e BP, recebendo 12,5 mg de bupivacaína com adrenalina mais placebo. Foram avaliados os parâmetros relativos à qualidade e duração da analgesia, duração do trabalho de parto e também possíveis efeitos sobre o recém-nascido. Os resultados mostraram a superioridade da adição do sufentanil sobre o grau de analgesia durante o tempo de ação da primeira dose de anestésico local. Não houve aumento na duração do trabalho de parto depois do início da analgesia quando se compararam ambos os grupos, nem qualquer diferença quanto à via de parto. Não houve também diferenças entre os grupos com relação à avaliação dos recém-nascidos. Conclui-se que a associação de 30 µg de sufentanil à primeira dose de bupivacaína é segura e eficaz, melhorando a qualidade da analgesia, sua duração e não afetando a progressão do trabalho de parto e o resultado neonatal.The purpose of the present study was to evaluate the efficacy and safety of the association bupivacaine with sufentanil for labor and delivery analgesia through a continuous epidural blockade, for both mother and the neonate. A randomized double blind prospective clinical trial was performed including sixty nulliparous women at the Maternity of CAISM/UNICAMP. When requesting analgesia, the women were randomly allocated to two groups: BS, receiving 12.5 mg of bupivacaine with adrenaline plus 30 µg of sufentanil and BP, receiving 12.5 mg of bupivacaine with adrenaline plus placebo

  1. 75 FR 63802 - Action Affecting Export Privileges; Parto Abgardan Cooling Towers Co.

    Science.gov (United States)

    2010-10-18

    ... Abgardan Cooling Towers Co. Parto Abgardan Cooling Towers Co., P.O. Box 966, Folsom, CA 95763; and P.O. Box... Making Denial of Export Privileges of Aqua-Loop Cooling Towers, Co. Applicable to Parto Abgardan Cooling...-Loop Cooling Towers, Co. (``Aqua-Loop'') on March 25, 2010 (``Denial Order''), applicable to the...

  2. Estudo das indicações de partos cesáreas entre hospitais de atendimento ao Sistema Único de Saúde: baixo e alto riscos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Rosa Pellicciari

    2015-10-01

    Full Text Available A alta incidência de partos cesáreas  sem indicações precisas é motivo de preocupação mundial.  As cesáreas sem indicações médicas estão associadas a maiores riscos maternos e fetais. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS não há justificativa, para qualquer região do mundo possuir  taxas de partos cesáreas maiores do que 10-15%.  Este projeto investigou  os fatores indicativos para a  realização de partos cesáreas  entre hospitais da rede SUS em Sorocaba-SP: Hospital Santa Lucinda – HSL (baixo risco e Conjunto Hospitalar de Sorocaba – CHS (alto risco. Durante o período de 03/2014 a 03/2015 foi realizada análise retrospectiva de 300 prontuários das pacientes internadas nestes hospitais. Analisou-se parâmetros maternos sócio-epidemiológicos, reprodutivos, clínicos e  indicações dos partos cesáreas.  No CHS prevaleceu o tipo de parto cesárea (56,3%, enquanto no HSL a porcentagem do parto cesárea foi 32,4% (p<0,001.  Em relação ao tipo de parto anterior, o número de pacientes com cesárea anterior prevalece no HSL: 77% (n=83 em comparação com o CHS: 56,4% (n=62, (p=0,0009.   Em relação às indicações de cesárea, as mais prevalentes no HSL foram: sofrimento fetal agudo: 24% (n=36, falha na indução ao parto: 22% (n=33 e desproporção céfalo-pélvica: 18,7% (n=28. No CHS  as maiores proporções foram: sofrimento fetal agudo: 35,3% (n=53  e iteratividade: 25,3% (n=38 (p<0,0001.  A observação dos resultados demonstra a realização de partos cesáreas em porcentagens superiores àquelas preconizadas pela OMS. Sua redução poderá ser conseguida preparando-se e conscientizando-se melhor a mulher perante a futura parturição, com procedimentos precisos de indução ao parto, utilizando a aplicação de procedimentos analgésicos, e, ainda com a devida prática da extração baixa pelo fórcipe de alívio às parturientes.

  3. La alimentación de la gestante adolescente: el cambio favorable Diet of the pregnant adolescent: the favorable change A alimentação da gestante adolescente: o câmbio favorável

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BERNAL ROLDÁN MARÍA CARMEN

    2010-04-01

    time pregnant adolescents between 17 and 19 years of age, who were between their fourth and sixth month of gestation, with no associated pathologies, who attended the first prenatal checkup, selected intentionally and that were willing to participate in the research (prior informed consent. The data collection was carried out through a non-structured ethnographic interview;. The result obtained was the meaning of care in pregnant adolescents. Three large positive benefits of maternal nutrition care were contributed namely: change of food habits, feed herself to protect the health of the unborn child, and feed herself to protect her own health. Said results, combined in the cultural environment of the pregnant adolescents, enables exploring and knowing the way they take care of themselves through practices supported on information such as knowledge and reason, and the employment of the artifacts they use.O presente trabalho de tipo qualitativo e etnográfico de curto alcance visa descrever o significado do cuidado próprio de um grupo de gestantes adolescentes e seu filho por nascer em termos de alimentação e com base em suas práticas, crenças e valores culturais, que estiveram em controle pré-natal na Unidade de Atenção Primária (UPA de Candelaria La Nueva, Hospital Vista Hermosa, Ciudad Bolívar, Localidade 19 de Bogotá em 2007. A informação foi fornecida por oito adolescentes primigestantes entre 17 e 19 anos de idade que estavam entre o quarto e o sétimo mês de gestação, sem patologias associadas, que foram ao primeiro controle pré-natal, escolhidas intencionalmente e que estiveram dispostas a participarem da pesquisa (prévio consentimento informado. A coleta de dados foi realizada através da entrevista etnográfica não estruturada; obteve-se como resultado o significado do cuidado nas gestantes adolescentes e se verificaram três grandes benefícios positivos do cuidado da alimentação materna: câmbio de hábito alimentar, alimenta

  4. La alimentación de la gestante adolescente: el cambio favorable A alimentação da gestante adolescente: o câmbiofavorável Diet of the pregnant adolescent: the favorable change

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ISABEL RODRÍGUEZ HERNÁNDEZ

    2010-06-01

    Full Text Available El presente estudio de tipo cualitativo y etnográfico de pequeño alcance, tiene como objetivo describir el significado del cuidado de sí de un grupo de gestantes adolescentes y su hijo por nacer, con relación a la alimentación, a partir de sus prácticas, creencias y valores culturales, quienes asistieron a control prenatal a la Unidad de Atención Primaria (UPA de Candelaria la Nueva, Hospital Vista Hermosa, Ciudad Bolívar, Localidad 19 de Bogotá, en 2007. La información fue aportada por ocho adolescentes primigestantes de entre 17 y 19 años de edad, que estaban entre el cuarto y séptimo meses de gestación, sin patologías asociadas, que asistieron al primer control prenatal, seleccionadas intencionalmente y que estuvieron dispuestas a participar de la investigación (previo consentimiento informado. La recolección de datos se realizó a través de la entrevista etnográfica no estructurada; se obtuvo como resultado el significado del cuidado en las gestantes adolescentes y se aportaron tres grandes beneficios positivos del cuidado de la alimentación materna: cambio de hábito alimentario, alimentarse para proteger la salud del bebé y para que nazca sano, y alimentarse para proteger la salud de la madre adolescente. Dichos resultados, conjugados en el escenario cultural de las gestantes adolescentes, permiten explorar y conocer cómo se cuidan ellas a través de las prácticas soportadas en el saber como conocimiento y razón, y el uso como los artefactos que utiliza.O presente trabalho de tipo qualitativo e etnográfico de curto alcance visa descrever o significado do cuidado próprio de um grupo de gestantes adolescentes e seu filho por nascer em termos de alimentação e com base em suas práticas, crenças e valores culturais, que estiveram em controle pré-natal na Unidade de Atenção Primária (UPA de Candelaria La Nueva, Hospital Vista Hermosa, Ciudad Bolívar, Localidade 19 de Bogotá em 2007. A informação foi fornecida

  5. Características epidemiológicas dos óbitos maternos ocorridos em Recife, PE, Brasil (2000-2006 Caracteristicas epidemiológicas de las muertes maternas ocurridas en Recife, PE, Brasil (2000-2006 Epidemiological features of maternal deaths occurred in Recife, PE, Brazil (2000-2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaella Araújo Correia

    2011-02-01

    Full Text Available Estudo de corte transversal que objetivou descrever as características epidemiológicas dos óbitos maternos de residentes no Recife, PE, Brasil, ocorridos entre 2000 e 2006. A fonte de dados foi constituída pelas fichas de investigação de óbito materno da Secretaria de Saúde do Recife. Para a análise dos dados, utilizou-se o programa EpiInfo 6.04d. Foram estudados 111 óbitos, correspondendo a uma Razão de Morte Materna de 65,99/100.000 nascidos vivos. Os dados obstétricos mostraram a realização de menos de seis consultas pré-natais, entre uma e quatro gestações prévias, parto cesário e admissão em estado grave. Os transtornos hipertensivos constituíram a principal causa de óbito. A maioria dos óbitos foi considerada evitável. Os resultados indicam a necessidade de aprimorar a assistência à saúde da gestante durante o pré-natal, parto e puerpérioEstudio de corte transversal cuyo objetivo ha sido describir las características epidemiológicas de los óbitos maternos de residentes en la ciudad de Recife, PE, Brasil ocurridos entre los años 2000 y 2006. La fuente de datos la constituyeron las fichas de investigación de óbito materna de la Secretaría de Salud de Recife. Para el análisis de los datos se ha hecho uso del programa EpiInfo 6.04d. Han sido investigados 111 óbitos, lo que corresponde a una Razón de Muerte Materna de 65,99/100.000 nacidos vivos. Los datos obstétricos han demostrado la realización de menos de seis consultas prenatales, entre una y cuatro gestaciones previas, parto cesáreo, ingreso en estado grave, con demanda de asistencia bajo terapia. Los trastornos hipertensivos constituyeron la principal causa del óbito. En su mayor parte, los óbitos han sido considerados evitables. Los resultados señalan la necesidad de aprimorar la asistencia a la salud de la gestante en el período prenatal, el parto y el puerperioThis was a cross-sectional study that aimed to describe the epidemiological

  6. Parto hospitalar: experiências de mulheres da periferia de Cuibá-MT Parto hospitalar: experiencias de mujeres de subúrbios de Cuibá-MT Hospital delivery: women´s experience from the suburbs of Cuibá-MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neuma Zamariano Fanaia Teixeira

    2006-12-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi analisar alguns aspectos culturais que atravessaram as vivências de mulheres ao se submeteram ao parto normal hospitalar do SUS. Trata-se de pesquisa qualitativa com referencial téorico-metodológico da Teoria das Representações Sociais e, para a coleta dos dados, foram entrevistadas, no domicilio, dez mulheres que haviam vivenciado partos normais em hospital do SUS. Como resultados, constatamos que, dos aspectos que atravessaram suas vivências, vários estavam relacionados a uma cultura institucional que revelou um atendimento pautado por violência velada e em desrespeito aos princípios do Programa de Humanização do Nascimento do Ministério da Saúde. Concluímos que há muitos investimentos ainda a serem feitos para melhorar a qualidade da assistência ao parto e ao nascimento nos locais estudados.El objetivo de este artículo fue analizar algunos de los aspectos culturales que hicieron parte de las vivencias de mujeres cuando se han sometido al parto normal hospitalar del Sistema Público de Salud. Trata-se de una investigación cualitativa, cuyo referencial teórico fue la Teoría de las Representaciones Sociales e, para colectar los datos, hicimos encuestas, en el domicilio, con diez mujeres que hubieran tenido parto normal en hospitales públicos. Como resultados, tuvimos que, de los aspectos que atravesaron sus vivencias, muchos estaban relacionados a una cultura institucional que ha expuesto violencia velada a la mujer y en falta de respecto a los principios del Programa de Humanización en el Nacimiento del Ministerio de la Salud. Hemos concluido que aun hay mucho a se investir para mejorar la calidad de la asistencia al parto e al nacimiento en los locales estudiados.The objective of this article was to analyze some cultural aspects of women who have experienced normal deliveries at hospitals of the National Health System. It is a qualitative research, and its theoretic-methodological reference was

  7. Estudo do peso do recém-nascido, faixa etária da mãe e tipo de parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Batista Ferreira dos Santos

    2001-09-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo estudar o peso do recém-nascido, a faixa etária da mãe e o tipo de parto ocorrido em Maternidades de Rio Branco - Acre - Brasil, no período de 1994 a 1996. Como resultado 73,8% nasceram de parto normal e 25,5% por cesariana. Por outro lado 5,4% dos partos foram por adolescentes na faixa etária de 10-14 anos Com relação ao peso, 84,6% estavam dentro do normal, 7,4% abaixo e 6,6% acima. Vale ressaltar o registro de peso, idade e sexo como sendo ignorados, o que demonstram falhas nos registros. Concluindo destacamos a importância da assistência no período pré-natal, proporcionando atenção ao binômio mãe-filho, além de maior empenho por parte da Direção das Maternidades e das Chefias de Enfermagem na produção e análise dos dados.

  8. A cor da dor: iniquidades raciais na atenção pré-natal e ao parto no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Carmo Leal

    Full Text Available Poucas pesquisas com foco nas influências da raça/cor no tocante à experiência de gestação e parto foram conduzidas no Brasil, sendo inédita a análise de abrangência nacional. Este estudo teve como objetivo avaliar as iniquidades na atenção pré-natal e parto de acordo com a raça/cor utilizando o método de pareamento baseado nos escores de propensão. Os dados são oriundos da pesquisa Nascer no Brasil: Pesquisa Nacional sobre Parto e Nascimento, um estudo de base populacional de abrangência nacional com entrevista e avaliação de prontuários de 23.894 mulheres em 2011/2012. Regressões logísticas simples foram utilizadas para estimar as razões de chance (OR e respectivos intervalos de 95% de confiança (IC95% da raça/cor associada aos desfechos analisados. Em comparação às brancas, puérperas de cor preta possuíram maior risco de terem um pré-natal inadequado (OR = 1,6; IC95%: 1,4-1,9, falta de vinculação à maternidade (OR = 1,2; IC95%: 1,1-1,4, ausência de acompanhante (OR = 1,7; IC95%: 1,4-2,0, peregrinação para o parto (OR = 1,3; IC95%: 1,2-1,5 e menos anestesia local para episiotomia (OR = 1,5 (IC95%: 1,1-2,1. Puérperas de cor parda também tiveram maior risco de terem um pré-natal inadequado (OR = 1,2; IC95%: 1,1-1,4 e ausência de acompanhante (OR = 1,4; IC95%: 1,3-1,6 quando comparadas às brancas. Foram identificadas disparidades raciais no processo de atenção à gestação e ao parto evidenciando um gradiente de pior para melhor cuidado entre mulheres pretas, pardas e brancas.

  9. Desenvolvimento de um Questionário Quantitativo de Freqüência Alimentar (QQFA para gestantes usuárias de Unidades Básicas de Saúde de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi desenvolver um questionário quantitativo de freqüência alimentar para gestantes adultas usuárias do Sistema Único de Saúde de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Um inquérito recordatório de 24 horas (IR24h foi obtido de 150 gestantes, 50 em cada trimestre gestacional, com idade entre 18 e 35 anos. Um segundo IR24h foi obtido de 90 gestantes, 30 em cada trimestre gestacional, entre 7 e 15 dias após o primeiro inquérito. Uma lista de 85 alimentos foi estabelecida por regressão linear múltipla stepwise, estimando-se a contribuição percentual para a variabilidade interindividual da estimativa de energia e 28 nutrientes de interesse, com contribuição de 74,2 a 98,8% para os nutrientes de interesse selecionados. As porções alimentares foram determinadas de acordo com a distribuição percentual dos pesos relatados e descritas nos percentis 25, 50, 75 e 100. Desconhecemos a existência de questionário quantitativo de freqüência alimentar desenvolvido para gestantes no Brasil.

  10. Vivências de gestantes e puérperas com o diagnóstico do HIV Experiencias de mujeres embarazadas y en el postparto con diagnóstico de HIV Experiences of pregnant and post-partum women with HIV

    OpenAIRE

    Maria Alix Leite Araújo; Cláudia Bastos da Silveira; Caroline Bastos da Silveira; Simone Paes de Melo

    2008-01-01

    Identificar as experiências de gestantes e puérperas portadoras do HIV com a quimioprofilaxia para prevenção da transmissão vertical. Estudo de abordagem qualitativa desenvolvido nos meses de março e abril de 2006 em uma maternidade de referência de Fortaleza-Ceará. Os sujeitos foram gestantes e puérperas HIV positivas em acompanhamento pré-natal e no alojamento conjunto. A coleta de dados deu-se através de entrevista e a análise em três categorias: a revelação do diagnóstico aos familiares, ...

  11. Incontinência urinária no puerpério de parto vaginal e cesárea: revisão de literatura = Urinary incontinence in postpartum of vaginal delivery and cesarean: literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Borba, Alice Rios

    2014-01-01

    Full Text Available Objetivo: O estudo objetivou revisar a literatura quanto à presença de incontinência urinária (IU no puerpério de parto normal e cesárea. Materiais e Métodos: Foi realizada uma pesquisa nos bancos de dados PubMed/MedLine, COCHRANE e EMBASE. Foram selecionados os seguintes tipos de estudo: prospectivo multicêntrico, caso-controle, prospectivo, coorte, multicêntrico prospectivo observacional, randomizado controlado, prospectivo observacional, coorte controlado, transversal, base populacional, publicados no período de 2002 a 2012, nos idiomas inglês e português, em que as palavras-chave estivessem no título ou resumo. As palavras-chave utilizadas foram: “parto vaginal”, “cesárea” e “incontinência urinária”. Resultados: Os 14 estudos analisados, avaliaram a presença de IU no puerpério de parto vaginal e cesárea. Observamos que a cesárea para ter seu papel protetor no aparecimento da IU no puerpério deve ser realizada de maneira eletiva. Os distúrbios do assoalho pélvico estão fortemente ligados com idade materna, fumo, obesidade, parto de fórceps, multiparidade, episiotomia, duração da segunda fase do trabalho de parto, gravidez e constipação crônica. Conclusão: Conclui-se que a segunda fase prolongada do trabalho de parto tem papel significativo na presença da IU no puerpério em ambos modos de parto, e que a cesárea teria o seu valor protetor no desenvolvimento da IU no puerpério apenas se fosse realizada de maneira eletiva. Dos 14 artigos, apenas um estudo foi realizado na população brasileira, mostrando a importância de serem realizados mais estudos sobre IU no puerpério no Brasil

  12. Associação entre a analgesia epidural e o trauma perineal no parto vaginal Asociación entre la analgesia epidural y el trauma perineal en el parto vaginal Association between epidural analgesia and perineal laceration in vaginal delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cristina dos Santos Monteiro

    2009-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar a associação entre a analgesia epidural e a laceração perineal em mulheres submetidas ao parto vaginal. Foi realizado um estudo descritivo e transversal, para o qual foram pesquisados 109 prontuários de mulheres assistidas durante o processo de parturição, em uma maternidade em Ribeirão Preto. Os dados foram coletados nos meses de março e abril de 2003. Para analisar a correlação entre as variáveis foi aplicado o teste qui-quadrado. Foi realizado parto normal em 91,7% (100 das parturientes e fórceps em 8,2% (9. Na análise dos dados, 74,3% da amostra receberam analgesia epidural; destas, 26,5% tiveram algum grau de laceração perineal e 9,1%, períneo íntegro, não sendo possível verificar a associação entre as variáveis mencionadas. Não foi verificada, neste estudo, significância estatística para afirmar que as condições do períneo após o parto vaginal e a utilização da analgesia epidural estão associadas (valor x²4GL= 3,1.El objetivo de esto estudio fue analizar la asociación entre la analgesia epidural y la laceración perineal en mujeres sometidas al parto vaginal. Fue realizado un estudio descriptivo y transversal, para lo cual fueron investigados 109 prontuarios de mujeres asistidas durante el proceso de parturición en una maternidad en Ribeirão Preto. Los datos fueron colectados en marzo y abril de 2003. Para analizar la correlación entre las variables fue aplicado el Teste Chi-Cuadrado. Fue realizado parto normal en 91,7% (100 de las parturientes y en 8,2% (09 parto fórceps. En el análisis de los datos, 74,3% de la muestra recibieron analgesia epidural, y de estas 26,5% tuvieron algún nivel de laceración perineal y 9,1% perineo íntegro. No fue posible verificar la asociación entre las variables aludidas. No fue verificado en esto estudio, significancia estadística para afirmar que las condiciones del perineo después del parto vaginal y el uso de analgesia

  13. Influencia del contacto precoz, nacionalidad, tipo de parto y prematuridad en la lactancia materna

    OpenAIRE

    Ana Belén Laviña Castan

    2015-01-01

    Conocer si en el HUMS existe asociación entre lactancia materna y nacionalidad, prematuridad, tipo de parto, contacto precoz piel con piel. Estudio de cohortes, en una muestra de 541 puérperas del HUMS en octubre-noviembre 2011. Las variables: nacionalidad, tipo de parto, contacto precoz, parto prematuro e inicio lactancia materna se recogieron antes del alta hospitalaria mediante cuestionario. A los dos meses postparto se contactó telefónicamente con las madres para conocer el tipo de lactan...

  14. Tratamento do trabalho de parto prematuro Management of preterm labor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Eduardo Bittar

    2009-08-01

    Full Text Available O objetivo principal para o uso de uterolíticos no trabalho de parto prematuro é prolongar suficientemente a gestação para a administração materna de glicocorticoides e/ou realizar a transferência materna para um centro hospitalar terciário. As decisões sobre o uso e a escolha de uterolítico requerem o diagnóstico correto do trabalho de parto prematuro, o conhecimento da idade gestacional, das condições médicas materno-fetais, da eficácia, dos efeitos colaterais e do custo do medicamento. Todos os uterolíticos possuem efeitos colaterais e alguns deles são potencialmente letais. Os estudos sugerem que os agonistas de receptores beta-adrenérgicos, os bloqueadores de cálcio e os antagonistas de receptor de ocitocina são eficazes para prolongar a gestação por pelo menos 48 horas. Dos três agentes, o atosiban (antagonista de receptor de ocitocina possui maior segurança, embora o custo seja elevado. O sulfato de magnésio não é eficaz para prolongar a gestação e apresenta efeitos colaterais importantes. Os inibidores da ciclooxigenase também apresentam efeitos colaterais significativos. Até o momento, não há evidências suficientes para se recomendar o uso de doadores de óxido nítrico para inibir o trabalho de parto prematuro. Não existem fundamentos para o emprego de antibióticos para evitar a prematuridade diante do trabalho de parto prematuro.The main purpose of using uterulytic in preterm delivery is to prolong gestation in order to allow the administration of glucocorticoid to the mother and/or to accomplish the mother's transference to a tertiary hospital center. Decisions on uterolytic use and choice require correct diagnosis of preterm delivery, as well as the knowledge of gestational age, maternal-fetal medical condition, and medicine's efficacy, side-effects and cost. All the uterolytics have side-effects, and some of them are potentially lethal. Studies suggest that beta-adrenergic receptor agonists

  15. O consumo alimentar de gestantes adolescentes no Município do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barros Denise Cavalcante de

    2004-01-01

    Full Text Available O crescimento da gravidez na adolescência é visto com preocupação pela área de saúde pública. O consumo de alimentos que atendam a alta demanda de nutrientes durante a gestação tem sido identificado como um componente relevante. O objetivo do estudo foi conhecer o consumo habitual dos alimentos e de energia e nutrientes entre gestantes adolescentes. Foram entrevistadas 1.180 mães adolescentes em maternidades do Município de Rio de Janeiro e aplicado um Questionário de Freqüência de Consumo Alimentar semiquantitativo simplificado. Os alimentos referidos por pelo menos 50% delas foram arroz, açúcar, manteiga, pão, feijão, leite, refrigerante, sucos, legumes e laranja. Observa-se um menor consumo de sucos, legumes e frutas entre as menores de 15 anos. No primeiro quartil de consumo, a ingestão mínima recomendada de energia, ferro, folato, vitamina C e cálcio não foi alcançada. Encontrou-se uma associação inversa entre o número de pessoas no domicílio e o consumo de energia e nutrientes. O relato de informação sobre alimentação no pré-natal e a informação de mudança de alimentação durante a gravidez esteve associado a um melhor consumo de energia e nutrientes. A atenção pré-natal mostrou-se como um cuidado fundamental para melhores resultados na gestação.

  16. Avaliação da dieta de gestantes com sobrepeso Evaluation of diet of overweight pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth do NASCIMENTO

    2002-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar o consumo alimentar e verificar a adequação de calorias e de alguns nutrientes em gestantes com sobrepeso pré-gestacional. Estudou-se uma amostra de 110 gestantes que freqüentavam ambulatório de assistência pré-natal na cidade de São Paulo. A alimentação foi verificada pelo método de inquérito recordatório de 24 horas. A proporção dos macronutrientes foi de 55% de carboidratos, 16% de proteínas e 29% de lipídios. A média de energia da dieta foi de 1736 kcal. Entre os micronutrientes analisados, apresentaram consumo inadequado: o cálcio, com aproximadamente 50% de adequação; o ferro, com 33%; e o folato, com 43%. A dieta mostrou-se satisfatória em energia e insuficiente em relação ao cálcio, ao ferro e ao folato. Estes dados permitem supor a existência de deficiências nutricionais específicas no grupo estudado.The objective of this study was to verify the adequacy of calories and some nutrients intake in pregnant women with pregestational overweight. A sample of 110 pregnant women, attending a prenatal assistance ambulatory of the city of São Paulo (Brazil, was evaluated. The diet was investigated by the 24-hour recall method. The proportion of macronutrients was 55% of carbohydrates, 16% of proteins and 29% of lipids. The median caloric consumption was 1736 cal. The intake of some micronutrients was fitting the recommendations in about 50% for calcium, 33% for iron and 43% for folate. The diet calories were satisfactory, but the amounts of calcium, iron and folate were insufficient. These data permit a presumption of the presence of specific nutritional deficiencies in the studied group.

  17. Necessidade de cuidados intensivos em maternidade pública terciária Necessity of intensive care in a tertiary public maternity hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcello Braga Viggiano

    2004-05-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os aspectos epidemiológicos e os relacionados ao parto de gestantes e puérperas transferidas para unidades de terapia intensiva (UTI's e a freqüência com que estas pacientes necessitam de cuidados intensivos. MÉTODOS: estudo observacional e descritivo das transferências obstétricas para UTI's, entre janeiro de 1999 e dezembro de 2001. A análise incluiu as seguintes variáveis: idade materna, paridade, indicações obstétricas e não-obstétricas para as transferências, momento em que estas ocorrem no ciclo gravídico-puerperal, tipo de parto, desfecho materno e freqüência com que estas transferências ocorrem em relação ao número total de partos (razão de morte iminente - RMI. A análise estatística foi realizada pelo teste do chi2 ou teste exato de Fisher, com nível de significância fixado em 5%. RESULTADOS: no período de 36 meses, ocorreram 86 transferências maternas (em 4.560 partos. Entre as pacientes transferidas, 52,3% (n=45 eram nulíparas e 63 (73,2% tinham idade entre 19 e 35 anos. As síndromes hipertensivas representaram 57,7% (n=41 das indicações e as síndromes hemorrágicas, 19,7% (n=14. Eclâmpsia (n=23, síndrome HELLP (n=13 e descolamento prematuro da placenta normalmente inserida (n=5 foram as causas obstétricas mais prevalentes na determinação destas transferências. As cardiopatias maternas somaram 4 casos entre as indicações não-obstétricas. Houve predomínio das transferências puerperais (82,35%. Cinqüenta e cinco pacientes (72,3% tiveram seus partos realizados através de cesarianas. O tempo médio de internação nas UTI's foi 5,1 dias. A mortalidade materna encontrada neste estudo correspondeu a 24,2%, sendo que as síndromes hipertensivas foram responsáveis por 52,9% (9/17 das mortes obstétricas diretas. Não houve diferença significante (p=0,81 entre os decessos maternos e suas causas (síndromes hipertensivas, hemorrágicas, infecciosas ou outras ou entre

  18. Representações sociais e decisões das gestantes sobre a parturição: protagonismo das mulheres Pregnant women's social representations and decisions about delivery: women's protagonism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel da Rocha Pereira

    2011-09-01

    Full Text Available O objetivo central deste estudo foi compreender, a partir das representações sociais femininas, o protagonismo da mulher na decisão sobre a parturição. Por meio de pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica, foram entrevistadas 45 gestantes, no último trimestre da gravidez, que realizavam pré-natal nos sistemas público e privado de saúde de Joinville, Santa Catarina. A análise de conteúdo dos relatos possibilitou emergirem três categorias empíricas: medos e preocupações; vivências e influência sociocultural. Com esse substrato teórico-metodológico, analisou-se a representação social da mulher no processo da parturição, que é simbolizado por conflitos de sentimentos, dúvidas e apreensões originadas principalmente pelo medo do sofrimento imposto pela dor. Tal concepção é apoiada pelo modelo biomédico e pela mídia. A parturição no Brasil, como que "terceirizada", é culturalmente entendida como uma etapa complexa que requer conhecimentos especializados, que legitima o saber técnico-científico em detrimento do fisiológico, reforçando assim a assimetria do poder de decisão entre médico e gestante. Além disso, o desconhecimento das mulheres grávidas sobre o significado, o impacto e os benefícios da etapa da parturição para o recém-nascido deixa-as inseguras e sem o devido senso crítico sobre o conteúdo de outras fontes de informações, como telenovelas, histórias de outras mulheres construídas pelo meio social e a própria experiência em partos anteriores. Isso gera um comportamento de dúvidas e apreensões. Fragilizada, submete-se a uma cesárea programada para evitar a dor física e emocional provocada pelos medos. A reversão desse quadro perpassa por uma revisão na formação do médico e pelas ações de empoderamento da mulher.The main objective of this study was to understand, based on female social representations, women's protagonism concerning the decision about child delivery

  19. Cambiando la clásica práctica restrictiva de ingesta en el proceso del parto Changing the classic no-oral intake practice in labour process

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Purificación Fernández Salmerón

    2008-06-01

    Full Text Available En nuestro hospital se mantenía el ayuno de la gestante, desde el comienzo del proceso del parto hasta dos horas después de éste, como medida preventiva frente a complicaciones que eventualmente requiriesen anestesia general. Los cambios producidos por las recomendaciones de la OMS, junto con las directrices del proceso asistencial del Sistema Andaluz de Salud en un parto de bajo riesgo, así como la introducción de la analgesia epidural en este campo, planteó el objetivo de este estudio: ¿es ésta una práctica adecuada a la relación riesgo-beneficio de las gestantes? Se realizó un estudio prospectivo en 249 gestantes de bajo riesgo a las que se les ofertó la libre elección de ingesta, siendo únicamente de líquidos (71.5% agua-zumo y sólidos (0.4% bollería, analizando el tipo de parto (espontáneo 165 mujeres - 66.3%-, tocúrgico 44 casos -17.7%-, cesárea 40 casos-16.1%-, incidencia de náuseas (41 mujeres -23%- / vómitos (27 mujeres -15.1 % tanto durante la dilatación como en el posparto inmediato (6 mujeres-2.4 %, y el grado de satisfacción de las puérperas (98%. Se concluyó como una experiencia satisfactoria, no observándose evidencias que limitaran esta práctica, planteándose la elaboración de un protocolo específico consensuado con los Servicios de Obstetricia y Ginecología y Anestesia y Reanimación, con la participación de las matronas.In our hospital, fasting during labour process from the early period to two hours postpartum is established in order to prevent the risks of a possible general anaesthesia. The Attendance Process of Andalusia Health System (SAS and W.H.O. recommendations about a natural labour in addiction to epidural anaesthesia, elicited us this question: is fasting in labour an adequate practice on balance risks / benefits for pregnant women? Oral intake was offered to 249 women during labour and immediate postpartum. 71.5% accepted clear fluids only. 0.4% preferred not clear fluids. We

  20. Suplementação materna com retinil palmitato no pós-parto imediato: consumo potencial por lactentes Suplementación materna con retinil palmitato en el post-parto inmediato: consumo potencial por lactantes Maternal supplementation with retinyl palmitate during immediate postpartum period: potential consumption by infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Soares Bezerra

    2009-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o efeito da suplementação materna com dose única de retinil palmitato no pós-parto para o fornecimento de vitamina A ao lactente. MÉTODOS: Ensaio clínico realizado em Natal (RN, entre março e dezembro de 2007, com 85 mulheres aleatoriamente distribuídas em dois grupos. As suplementações de retinil palmitato no pós-parto corresponderam à dose única de 200.000 (grupo experimento UI e 0 UI (grupo controle. A quantificação do nível de retinol no leite foi obtida pelo método de cromatografia líquida de alta eficiência. Com base nas concentrações de retinol obtidas no leite materno e por meio de simulações, foi calculado o consumo de vitamina A dos lactentes nos momentos 24h e 30 dias pós-parto. RESULTADOS: No momento 24h pós-parto, o fornecimento diário de retinol ao recém-nascido via colostro foi de 1,63 µmol para o grupo controle e 2,9 µmol para o grupo experimento, considerando ingestão adequada de 1,40 µmol/dia e volume de leite consumido de 500 mL/dia. Trinta dias pós-parto, esses valores corresponderam a 0,64 µmol/dia (controle e 0,89 µmol/dia (experimento, um aumento de 39% na concentração de retinol no grupo experimento em relação ao grupo controle ou 64% da recomendação para lactentes de zero a seis meses de idade. CONCLUSÕES: A suplementação materna com 200.000 UI de retinil palmitato no pós-parto imediato e a promoção de práticas de aleitamento materno são eficientes para melhorar o estado nutricional em vitamina A do binômio mãe-filho.OBJETIVO: Evaluar el efecto de la suplementación materna con dosis única de retinil palmitato en el post-parto para proveer de vitamina A al lactante. MÉTODOS: Ensayo clínico realizado en Natal (Noreste de Brasil, entre marzo y diciembre de 2007, con 85 mujeres aleatoriamente distribuidas en dos grupos. Las suplementaciones de retinil palmitato en el post-parto correspondieron a la dosis única de 200.000 (grupo experimento UI y 0 UI

  1. Incidência de doenças no pós-parto de primíparas da raça holandesa alimentadas com diferentes fontes energéticas durante o período de transição

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.A.T. Artunduaga

    2011-06-01

    Full Text Available Avaliaram-se o efeito da adição de diferentes fontes energéticas na dieta de vacas primíparas leiteiras, durante o período de transição, sobre a produção e a composição do leite, as ocorrências clínicas no pós-parto e sua relação com as concentrações plasmáticas de ácidos graxos não esterificados (AGNE. Foram utilizadas 50 vacas primíparas da raça Holandesa no período de 28 dias antes da data prevista do parto até o 21º dia pós-parto. Os animais foram designados aos grupos: controle, Megalac- E®, soja tostada (ST ou propileno glicol (PG. Avaliações clínicas foram realizadas todos os dias. Amostras de sangue foram coletadas no pré e pós parto, antes da primeira alimentação do dia, para avaliação de AGNE. Os grupos Megalac- E® e propileno glicol apresentaram maior volume de leite corrigido para 3,5% de gordura (LCG 3,5% em relação ao grupo soja tostada (P=0,05. Nos grupos controle, Megalac- E® e soja tostada, os valores de AGNE aumentaram até o parto, seguidos de queda após o parto. Essa queda foi menos acentuada no grupo-controle, que apresentou equação de regressão quadrática, estando associado à maior incidência de afecções no pós-parto. O grupo Megalac-E® apresentou comportamento cúbico, o soja tostada hiperbólico, e o propileno glicol quadrático.

  2. El parto pretérmino: detección de riesgos y tratamientos preventivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Althabe Fernando

    1999-01-01

    Full Text Available Todos los años nacen en el mundo alrededor de 13 millones de niños prematuros. La mayor parte de esos niños nacen en países en desarrollo y constituyen el componente principal de la morbilidad y la mortalidad perinatales. En el presente estudio de revisión se analizaron los datos científicamente validados sobre las intervenciones que se emplean con la intención de evitar al menos una parte de los partos pretérmino y disminuir su impacto en la salud neonatal. Se consultaron las bases de datos Biblioteca Cochrane y Medline y se estudiaron 50 trabajos de revisión y artículos de investigación relacionados con el tema del parto pretérmino en sus siguientes aspectos: factores de riesgo y detección precoz del riesgo de parto pretérmino; prevención de la amenaza de parto pretérmino; tratamiento del parto pretérmino iniciado, y prevención del síndrome de dificultad respiratoria neonatal. Se encontraron pocos medios ensayados con éxito para predecir, prevenir o detectar precozmente la amenaza de parto pretérmino. Solo el tamizaje y tratamiento de la bacteriuria asintomática pueden recomendarse para todas las embarazadas como parte del control prenatal. El tamizaje de la vaginosis bacteriana y su tratamiento ulterior y el cerclaje profiláctico reducen, respectivamente, la incidencia de nacimientos adelantados en embarazadas con antecedentes de parto prematuro y en las que tienen antecedentes de más de tres partos pretérmino. Como tratamiento del parto iniciado antes de tiempo, con o sin rotura prematura de membranas, las intervenciones que han mostrado eficacia son la administración de betamiméticos a la parturienta para prolongar por 48 horas el período de latencia del parto y de indometacina con el mismo objetivo como medicamento de segunda elección. La administración prenatal de corticoides a la embarazada puede inducir la maduración pulmonar del feto y reducir el síndrome de dificultad respiratoria y la hemorragia

  3. O consumo de bebida alcóolica pelas gestantes: um estudo exploratório El consumo de bebida alcohólica por gestantes: un estudio exploratório The alcoholic beverage consumption by the pregnant women: an exploratory study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thalita Rocha Oliveira

    2007-12-01

    Full Text Available A pesquisa de natureza quantitativa de tipo exploratório teve como objetivo geral discutir os motivos/fatores que levam as gestantes a consumirem bebidas alcoólicas. O cenário foi o ambulatório de pré-natal de um hospital universitário do Estado do Rio de Janeiro. Fizeram parte do estudo 40 gestantes, tendo como instrumento de coleta de dados dois formulários com perguntas fechadas. A análise dos dados evidenciou que 10% das gestantes possuíam o hábito de consumir bebidas alcoólicas moderadamente, sendo o principal fator motivacional a presença em festas e comemorações, além de se sentirem felizes e descontraídas no momento do consumo. Quanto ao conhecimento sobre a teratogenia do álcool, constatou-se que apenas metade das gestantes que consumiram bebidas alcoólicas acreditava que esta prática poderia afetar seu filho. O estudo revelou que dados como o estilo de vida devem ser valorizados em assistência pré-natal pela enfermeira, direcionando ações educativas que visem à qualidade de vida do núcleo familiar.The research of quantitative and explorer nature had the general objective to argue the reasons/factors that take the pregnant women to consume alcoholic beverage. The scene was the Prenatal clinic of the Hospital Antonio Pedro, Niterói. Forty future mothers had been part of the study, having as instrument of collection of data two forms with closed questions. The analysis of the data evidenced that 10% of the pregnant women had the habit to consume moderately alcoholic beverage, being the main reason the presence in parties and commemorations beyond felt happy and relaxed at the moment of consumption. About the knowledge on the teratogen of the alcohol, it was evidenced that only half of the pregnant women that had consumed alcoholic beverage believed that this practical could affect its son. The study disclosed that data as the life style must be valued in Prenatal assistance being able to direct educative actions

  4. Repercusión de la malnutrición materna por defecto en el embarazo, el parto y el recién nacido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saúl Matos Matos

    1997-12-01

    Full Text Available Se realizó un estudio de cohorte no concurrente pareado (1 x 1 sobre la repercusión de la malnutrición materna por defecto en el Embarazo, Parto y Recién Nacido en el Policlínico Comunitario Docente "Tula Aguilera" del municipio Camagüey desde el 1ro. de octubre de 1993 hasta el 30 de abril de 1995. El universo de trabajo estuvo constituido por 100 gestantes malnutridas por defecto, las cuales se compararon con un grupo control. La tarjeta de control prenatal, la historia clínica hospitalaria y los libros de partos del policlínico y del Hospital Ginecoobstétrico Provincial constituyeron la fuente primaria de datos. Se creó una encuesta según criterio de expertos que una vez llenada por el autor del trabajo se convirtió en el Registro primario definitivo de datos. Las principales conclusiones de la investigación fueron la edad materna con un riesgo relativo (RR de 2,392, el percápita familiar con un RR de 2,993, así como la enfermedad asociada o dependiente del embarazo, como son el asma bronquial con RR de 8,609, la sepsis urinaria con RR de 5,950, la anemia con RR de 3,47 y el parir un recién nacido con bajo peso con un RR de 3,13.A non-concurrent matched cohort study (1x1 on the repercussion of maternal malnutrition due to faulty feeding on pregnancy, delivery and the newborn was conducted at the "Tula Aguilera" Teaching Community Polyclinic, in the municipality of Camagüey from October 1, 1993 to April 30, 1995. The working universe consisted of 100 malnourished pregnant women due to faulty feeding that were compared with a control group. The prenatal control card, the medical history and delivery registries of the polyclinic and of the Provincial Gynecoobstetrics Hospital were the primary source of data. According to the criteria of experts, it was created a survey that became the definitive primary registry of data. The main conclusions of the research were as follows: maternal age with a relative risk (RR of 2.392, the

  5. Resultados maternos e perinatais em gestações complicadas por doenças falciformes Maternal and perinatal outcomes in pregnancies complicated by sickle cell diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto Nomura

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os resultados maternos e perinatais de gestações complicadas por doenças falciformes, comparando-as com portadoras de traço falciforme. MÉTODOS: este estudo é uma coorte retrospectiva, abrangendo o período de Março de 2001 a Abril de 2008, tendo sido incluídas todas as gestantes portadoras de doença falciforme (n=42 acompanhadas em hospital universitário da região sudeste do Brasil. Os resultados maternos e perinatais foram comparados com os de gestantes portadoras de traço falciforme (n=56 acompanhadas no mesmo serviço. RESULTADOS:a hemoglobinopatia SS foi diagnosticada em 42 gestantes (82,4% e a SC em nove (17,6%. A idade materna foi significativamente menor no grupo com doença falciforme (média=26,0; SD=4,3 quando comparadas às com traço falciforme (média=28,7, DP=7,1; p=0,018. As seguintes complicações maternas foram significativamente mais frequentes no grupo com doença falciforme em comparação ao grupo com traço falciforme: infecção do trato urinário (25,5 versus 8,9%; p=0,04, pneumonia (23,5 versus 1,8%; p=0,002, hipertensão pulmonar (15,7 versus 0%; p=0,002, e transfusão no parto/pós-parto (33,3 versus 5,4%; p=0,001. Resultados perinatais adversos foram significativamente mais frequentes no grupo com doença falciforme quando comparados ao grupo com traço falciforme: prematuridade (49 versus 25%; p=0,01, média da idade gestacional no parto (35,2 versus 37,9 semanas; pPURPOSE: the aim of this study was to describe perinatal and maternal outcomes of pregnancies complicated by sickle cell disease (SCD, comparing to pregnancies of women with sickle cell trait (SCT. METHODS: this was a retrospective cohort study, covering the period from March 2001 to April 2008, which included all pregnant women with SCD (n=42 followed up at a university hospital in the Southeast region of Brazil. The maternal and perinatal outcomes were compared to those of pregnant women with SCT (n=56 who were followed up

  6. Implementação de práticas assistenciais para prevenção e reparo do trauma perineal no parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Cleison Silva dos Santos

    2017-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivos Implementar práticas assistenciais para prevenção e reparo do trauma perineal no parto normal. Métodos Estudo quase-experimental, realizado no Hospital da Mulher Mãe-Luzia, Macapá, AP. Realizaram-se 74 entrevistas com enfermeiros e médicos e 70 com puérperas, e analisaram-se dados de prontuários (n=555. O desenvolvimento da pesquisa se deu em três fases: pré-auditoria e auditoria de base (fase 1; intervenção educativa e implementação de boas práticas assistenciais (fase 2; auditoria pós-implementação (fase 3; a análise foi pela comparação das fases 1 e 3. Resultados Após a intervenção educativa, menos profissionais incentivavam puxos dirigidos, realizavam episiotomia e suturavam lacerações de primeiro grau; mais mulheres informaram que o parto foi em posição litotômica; mais registros nos prontuários indicaram o uso de Vicryl® na sutura da mucosa e pele. Conclusões A intervenção educativa melhorou os cuidados e os desfechos perineais, porém há lacunas na implementação das evidências e inadequações no manejo do cuidado perineal.

  7. Manejo de novilhas prenhes aos 13/15 meses de idade em sistemas a pasto Pregnant heifers management at 13/15 months of age in grazing systems

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alcides Pilau

    2008-07-01

    Full Text Available O trabalho foi realizado para avaliar o desenvolvimento de 32 novilhas primíparas gestantes Aberdeen Angus e mestiças Angus recriadas e acasaladas dos 13 aos 15 meses de idade. O experimento teve início no diagnóstico de gestação pela técnica de ultra-sonografia, realizado 28 dias após o término do período reprodutivo. O peso vivo (PV inicial médio foi de 288 kg e a condição corporal (CC inicial média de 3,2 pontos. Nesta ocasião, as novilhas foram distribuídas uniformemente por grupo genético, peso e ordem de concepção em dois sistemas de pastejo. Os sistemas de pastejo foram: PMI - novilhas prenhes mantidas na fase inicial de gestação em pastagem de milheto (Pennisetum americanum, L.; PNA - novilhas prenhes mantidas na fase inicial de gestação em pastagem natural. O pastejo em milheto foi mantido por 67 dias. Ao fim dos tratamentos, as novilhas foram manejadas em grupo único: no pré-parto em pastagem natural, no pós-parto em pastagem de azevém (Lolium multiflorum, Lam e no segundo período reprodutivo em pastagem natural. Na fase inicial da gestação, o ganho médio diário (GMD, de 0,899 kg, e o ganho de condição corporal (GCC, de 0,34 pontos das PMI, foram superiores ao GMD de 0,377 kg e à perda de -0,15 de CC das PNA. As novilhas PMI tiveram peso vivo pós-parto (PVP e condição corporal pós-parto (CCP de 301 kg e de 2,9 pontos, valores superiores aos das PNA, de 267 kg e 2,7 pontos, respectivamente. As taxas de parição, distocia, natalidade e desmame não diferiram entre os tratamentos alimentares. As novilhas PMI chegaram ao início do segundo período reprodutivo com peso (31 kg a mais e condição corporal (0,30 ponto a mais superiores. A taxa de prenhez e as estimativas de eficiência produtiva ao parto (EPVP e ao desmame dos bezerros aos 100 dias de idade (EPVD não foram alteradas pelo tratamento alimentar. A TP média foi de 77%, a EPVP média de 30,3 e a EPVD de 28,1 kg de bezerro desmamado/100 kg

  8. Sífilis gestacional e congênita em Palmas, Tocantins, 2007-2014

    OpenAIRE

    Cavalcante, Patrícia Alves de Mendonça; Pereira, Ruth Bernardes de Lima; Castro, José Gerley Diaz

    2017-01-01

    RESUMO OBJETIVO: descrever o perfil epidemiológico dos casos notificados de sífilis em gestante e sífilis congênita no período 2007-2014 em Palmas-TO, Brasil. MÉTODOS: realizou-se estudo descritivo com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). RESULTADOS: foram identificadas 171 gestantes com sífilis (4,7/1000 nascidos vivos [NV]) e 204 casos de sífilis congênita (5,6/1000 NV); predominaram gestantes pardas (71,3%), com baixa escolaridade (48,0%) e diagnóstico tardi...

  9. Postpartum depression: we know the risks, can it be prevented? Depressão pós-parto: sabemos os riscos, mas podemos preveni-la?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dawn Zinga

    2005-10-01

    Full Text Available In the past 20 years, there has been increasing recognition that for some women, pregnancy may be burdened with mood problems, in particular depression, that may impact both mother and child. With identification of risk factors for postpartum depression and a growing knowledge about a biologic vulnerability for mood change following delivery, research has accumulated on attempts to prevent postpartum depression using various psychosocial, psychopharmacologic, and hormonal strategies. The majority of psychosocial and hormonal strategies have shown little effect on postpartum depression. Notwithstanding, results from preliminary trials of interperson