WorldWideScience

Sample records for na floresta amazonica

  1. Fitossociologia de uma área de floresta estacional perenifólia na fazenda Amoreiras, Querência, MT Seasonal perennial forest site phytossociology in the amareiras farm, Querência, Mato Grosso state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sustanis Horn Kunz

    2010-08-01

    Full Text Available As florestas do sul da Amazônia, onde se encontra a Floresta Estacional Perenifólia, têm grande influência sobre a manutenção do equilíbrio físico regional e são as que mais estão ameaçadas pela ação antrópica, além de serem pouco conhecidas em relação à sua estrutura. Diante disso, objetivou-se estudar a estrutura fitossociológica de um trecho de Floresta Estacional Perenifólia na Bacia do Rio das Pacas em Querência, MT. A amostragem da vegetação consistiu na distribuição de 200 pontos quadrantes, sendo amostrados os indivíduos com diâmetro à altura de 1,30 m do solo (DAP ? 10 cm. A densidade total da área amostrada foi de 736 ind./ha, distribuídos em 58 espécies, 45 gêneros e 31 famílias. As espécies de maior Valor de Importância (VI, Ocotea leucoxylon (Sw. Laness., Trattinickia glaziovii Swart, Ouratea discophora Ducke, Xylopia amazonica R.E. Fr. e Myrcia multiflora (Lam. DC. corresponderam a 28,45% do VI total e também ocorreram em outros trechos de Floresta Estacional Perenifólia em Gaúcha do Norte, MT, porém não com a mesma representatividade. O índice de Shannon (3,51 pode ser considerado baixo por se tratar de Floresta Amazônica, mas a equabilidade de Pielou (0,86 evidenciou que a comunidade arbórea apresentava alta heterogeneidade florística.The Southern Amazon forests, where the Seasonal Perennial Forest occurs, has great influence on the maintenance of the regional physical equilibrium and they are among forests most threatened by anthropic action and are little known in relation to their structure. In this context, the objective of this work was to study phytosociological structure of a Seasonal Perennial Forest area in the Rio das Pacas Basin at Querência, state of Mato Grosso, Brazil. The vegetation sampling was composed of the distribution of 200 center quarter points, all individuals with DAP (diameter to height breast equal or superior to 10 cm were considered. The total density of

  2. Precipitação efetiva em diferentes formações florestais na floresta nacional de ipanema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Tonello

    2014-04-01

    Full Text Available O presente trabalho foi conduzido na Floresta Nacional de Ipanema, unidade de conservação de uso sustentável localizada no município de Iperó-SP, com o objetivo de quantificar e comparar as frações de precipitação efetiva e interceptação da chuva em três povoamentos florestais distintos, sendo eles: Eucalyptus cloeziana, Pinus caribea var. hondurensis e Floresta Estacional Semidecidual. Para tanto, realizou-se o monitoramento das variáveis precipitação interna, escoamento pelo tronco, interceptação e precipitação em aberto em cada formação florestal, ao longo do período de novembro de 2009 à maio de 2010. O estudo revelou a precipitação efetiva de 86,2%, 85,0% e 77,2%; interceptação de 13,8%, 15,0% e 22,8% em relação à precipitação em aberto em Eucalyptus cloeziana, Pinus caribea var. hondurensis e Floresta Estacional Semidecidual, respectivamente. A influência dos povoamentos na distribuição da chuva apresentou diferença significativa somente para o processo de interceptação entre Floresta Estacional Semidecidual e os demais.

  3. Ação inseticida do extrato de Derris amazonica Killip para Cerotoma arcuatus Olivier (Coleoptera: Chrysomelidae Insecticide action of the extract of Derris amazonica Killip for Cerotoma arcuatus Olivier (Coleoptera: Chrysomelidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Rodrigo Alecio

    2010-12-01

    Full Text Available A abundância e o potencial inseticida de Derris amazonica e a necessidade de controle de Cerotoma arcuatus Olivier (Coleoptera: Chrysomelidae na cultura do feijão-caupi (Vigna unguiculata L. Walp estimularam a realização desta pesquisa, que objetivou avaliar a ação inseticida do extrato de D. amazonica a adultos de C. arcuatus em condições de laboratório. Os bioensaios testaram as vias de intoxicação por ingestão de folhas contaminadas, contato com superfície contaminada e aplicação tópica, com delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os valores de mortalidade e consumo foliar dos insetos foram submetidos à análise de regressão, sendo utilizada a análise de Probit para determinação das CL50, da DL50 e dos TL50. O extrato de D. amazonica, contendo 3,7% de rotenona, foi tóxico para adultos de C. arcuatus via ingestão de folhas contaminadas (CL50=15,14 µL do extrato.mL-1 de água, superfície contaminada (CL50=0,45 µL do extrato.cm-2 e aplicação tópica (DL50=1,44 µL do extrato.g-1 do inseto. Mortalidades de adultos de C. arcuatus superiores a 80% e os menores tempos letais médios foram obtidos na concentração de 5% (v v-1 do extrato em todos os bioensaios. O consumo foliar de adultos de C. arcuatus foi inversamente proporcional a concentração do extrato quando expostos por via de ingestão foliar ou aplicação tópica, sendo inclusive observada inibição da alimentação dos indivíduos. O extrato de D. amazonica é tóxico para C. arcuatus e inibe a alimentação dos insetos a partir da concentração de 1% (v v-1.The abundance and insecticidal potential of Derris amazonica in addition to need of controlling Cerotoma arcuatus for bean crop stimulated this research. The objective of this work was to evaluate insecticide action of the extract of D. amazonica to adults of C. arcuatus in laboratory conditions. The bioassays were carried out using three distend methodologies: leaf

  4. Aspectos florísticos e fitossociológicos de um trecho de Floresta Estacional Perenifólia na Fazenda Trairão, Bacia do rio das Pacas, Querência-MT Floristic and phytosociological aspects of a Seasonal Evergreen Forest area in the Trairão Farm, rio das Pacas Basin, Querência-MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sustanis Horn Kunz

    2008-01-01

    Full Text Available A borda sul da região amazônica apresenta um tipo peculiar de floresta, denominada de Floresta Estacional Perenifólia, que atualmente vem sofrendo severos impactos ambientais devido à expansão da fronteira agrícola no Norte do Estado de Mato Grosso. Diante da falta de estudos neste tipo florestal, objetivou-se identificar a composição florística e a estrutura fitossociológica do componente arbóreo de um trecho florestal na Fazenda Trairão em Querência-MT. A amostragem da vegetação consistiu na distribuição de 200 pontos-quadrantes, sendo considerados os quatro indivíduos mais próximos de cada ponto que tivessem DAP (diâmetro à altura do peito igual ou superior a 10 cm. A densidade total foi de 728 ind./ha, distribuídos em 49 espécies, 39 gêneros e 24 famílias. A família que apresentou maior riqueza foi Fabaceae (cinco espécies, seguida por Burseraceae e Euphorbiaceae, cada uma com quatro espécies, consideradas também as mais ricas em trechos de Floresta Amazônica. As espécies de maior Valor de Importância (VI foram Ocotea leucoxylon (Sw. Laness., Xylopia amazonica R.E. Fr., Myrcia multiflora (Lam. DC., Chaetocarpus echinocarpus (Baill. Ducke e Protium pilosissimum Engl., mas não tiveram a mesma representatividade em outros trechos de Floresta Estacional Perenifólia, evidenciando diferenças estruturais desta unidade fitogeográfica. A comunidade avaliada possui porte fino, pois a maioria dos indivíduos concentra-se nas classes de diâmetro entre 10 e 14,9 cm e altura entre 10,6 e 16,5 m. O índice de Shannon (3,17 é considerado baixo por se tratar de floresta amazônica, na qual a diversidade é superior a 4,0.The southern border of the Amazon region presents a peculiar type of forest called Seasonal Evergreen Forest, which has currently undergone several environmental impacts due to the agriculture frontier expansion from the Northern state of Mato Grosso. Due to the lack of studies on this type of forest

  5. Composição florística do componente arbustivo-arbóreo em dois trechos de floresta estacional semidecidual na Mata do Paraíso, Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Isabel do Carmo Pinto

    2013-09-01

    Full Text Available É grande a demanda por estudos ecológicos em florestas que possam embasar trabalhos de recuperação e conservação da biodiversidade. Entre esses estudos, primordialmente está o levantamento da flora. Nesse sentido, realizou-se o estudo das variações florísticas do componente arbustivo-arbóreo em dois trechos de Floresta Estacional Semidecidual, floresta inicial e floresta madura, situados na Reserva Florestal Mata do Paraíso, em Viçosa, Minas Gerais. As espécies arbóreo-arbustivas foram amostradas dentro de 20 parcelas de 10 x 30 m, 10 parcelas em cada trecho de floresta, sendo considerados apenas os indivíduos com diâmetro a 1,30 m do solo (DAP  4,8 cm. Na floresta inicial foram amostradas 55 espécies pertencentes a 47 gêneros e 27 famílias. A família com maior riqueza florística foi Fabaceae, com 10 espécies (18%, seguida de Euphorbiaceae (cinco espécies; 9%, Annonaceae, Lauraceae, Meliaceae e Salicaceae (três espécies; 6%. Na floresta madura foram amostradas 78 espécies distribuídas em 62 gêneros e 31 famílias. A família com maior riqueza florística foi Fabaceae, com 13 espécies (17%, seguida de Lauraceae e Myrtaceae (seis espécies; 8%, Euphorbiaceae, Sapindaceae e Salicaceae (cinco espécies; 6%, Annonaceae e Meliaceae (quatro espécies, 5%, Rubiaceae e Moraceae (três espécies; 4%. O grupo ecológico que mais se destacou nos dois trechos de floresta foi o das secundárias iniciais, seguido pelas secundárias tardias na floresta madura e pelas pioneiras na floresta inicial. A variabilidade na composição florística e na proporção de espécies em cada grupo ecológico foi resultante das variações na intensidade da ação antrópica nestas florestas e do tempo de regeneração florestal.

  6. Influência da floresta alterada na distribuição espacial de três espécies da Floresta Ombrófila Mista avaliada pela geoestatística

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcio de Paula Amaral

    2013-06-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram analisar e representar a distribuição espacial dos indivíduos de três espécies da Floresta Ombrófila Mista (FOM, sob distúrbio ocasionado por ações antrópicas, utilizando geoestatística e interpolações por krigagem, bem como verificar a influência das alterações da floresta no resultado obtido com essa metodologia. Os dados foram obtidos de levantamento fitossociológico realizado em 2007, contendo 45 unidades amostrais (ua de 500 m², em que foram mensurados indivíduos com DAP > 10 cm. O fragmento, localizado em General Carneiro, PR, passou por ciclos de exploração de madeira, erva-mate, xaxim, pastoreio e coleta de sementes, que causaram abertura de grandes clareiras, contendo alta densidade de taquaras. Posteriormente, a área foi transformada em Reserva Particular do Patrimônio Natural. A condição de floresta alterada interferiu nos resultados para distribuição espacial dos indivíduos de D. sellowiana, M. scabrella e I. paraguariensis (xaxim, bracatinga e erva-mate por ua. Apesar de ser detectada alta dependência espacial (>75%, foi também observada quebra da continuidade espacial para distribuição dessas espécies. Conclui-se que, nessa condição, geoestatística e krigagem não são indicadas devido aos usos inadequados dado à floresta, podendo ser utilizadas outras técnicas de interpolação para evitar as extrapolações de médias obtidas na amostragem da área total do fragmento. No entanto, por apresentar sensibilidade às alterações das florestas, análises geoestatísticas devem ser experimentadas quanto à sua utilização na avaliação da capacidade de resposta da floresta a eventos impactantes de grande magnitude.

  7. Hybridism between Biomphalaria cousini and Biomphalaria amazonica and its susceptibility to Schistosoma mansoni

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Maria Teodoro

    2011-11-01

    Full Text Available Molecular techniques can aid in the classification of Biomphalaria species because morphological differentiation between these species is difficult. Previous studies using phylogeny, morphological and molecular taxonomy showed that some populations studied were Biomphalaria cousini instead of Biomphalaria amazonica. Three different molecular profiles were observed that enabled the separation of B. amazonica from B. cousini. The third profile showed an association between the two and suggested the possibility of hybrids between them. Therefore, the aim of this work was to investigate the hybridism between B. cousini and B. amazonica and to verify if the hybrids are susceptible to Schistosoma mansoni. Crosses using the albinism factor as a genetic marker were performed, with pigmented B. cousini and albino B. amazonica snails identified by polymerase chain reaction-restriction fragment length polymorphism. This procedure was conducted using B. cousini and B. amazonica of the type locality accordingly to Paraense, 1966. In addition, susceptibility studies were performed using snails obtained from the crosses (hybrids and three S. mansoni strains (LE, SJ, AL. The crosses between B. amazonica and B. cousini confirmed the occurrence of hybrids. Moreover, hybrids can be considered potential hosts of S. mansoni because they are susceptible to LE, SJ and AL strains (4.4%, 5.6% and 2.2%, respectively. These results indicate that there is a risk of introducing schistosomiasis mansoni into new areas.

  8. Florística e classificação da regeneração natural em Floresta Ombrófila Mista na Floresta Nacional de São Francisco de Paula, RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Igor da Silva Narvaes

    2009-10-01

    Full Text Available Normal 0 21 MicrosoftInternetExplorer4 Na floresta Ombrófila Mista, a regeneração natural é pouco estudada. No Rio Grande do Sul, em conseqüência da ação antrópica, essas florestas se encontram sob diferentes condições de alteração, em alguns casos formando fragmentos. O estudo teve como objetivo analisar a florística da regeneração natural e verificar a ocorrência de grupos florísticos de uma área onde não foram constatadas alterações intensas. A área com 1606,69 ha localiza-se na Floresta Nacional de São Francisco de Paula (entre 29° 23' e 29° 27' S; 50° 23' e 50° 25' W, no município de São Francisco de Paula, RS. No estudo, foram selecionadas seis parcelas permanentes de crescimento do PELD (Projeto Ecológico de Longa Duração cuja vegetação foi inventariada, utilizando-se dez faixas paralelas entre si e perpendiculares à direção da posição topográfica, as quais apresentaram 10 m de largura e 100 m de comprimento, subdivididas em dez unidades de 100 m² onde foram sorteadas três unidades amostrais por faixa para identificação e medição (altura e circunferência de indivíduos com Cap maior ou igual a 3 cm e menor de 30 cm. Os cipós, trepadeiras e ervas também tiveram suas circunferências medidas e identificados até o nível de espécie, quando possível. Os dados de densidade por espécie formaram uma matriz (180x70 utilizada na análise multivariada. A presença de agrupamento de vegetação em estado de regeneração natural no interior da floresta foi testada pelo Método TWINSPAN (Two-way indicator species analysis. Constatou-se a existência de três grupos ecológicos (G-1, G-2 e G-3. O G-1 foi caracterizado por boa disponibilidade hídrica, por possuir características ambientais intermediárias e por situar-se na posição topográfica referente à encosta média; G-2 ocorreu na encosta inferior da floresta, apresentando forte influência da umidade e sujeita a alagamentos espor

  9. EFEITO DE DIFERENTES MÉTODOS DE CORTE DE CIPÓS NA PRODUÇÃO DE MADEIRA EM TORA NA FLORESTA NACIONAL DO TAPAJÓS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ildeu Soares Martins

    2004-01-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na Floresta Nacional do Tapajós, Pará, e avaliou o efeito de quatro diferentes métodos de corte de cipós na condução do manejo florestal, visando à produção de madeira em toras. Cada método abrangeu uma área de 96 ha e a metodologia consistiu em cortar os cipós em torno de todas as árvores comerciais e potencialmente comerciais (Método M1, apenas na área de ocorrência de árvores comerciais e potencialmente comerciais (Método M2, em torno de todas as árvores comerciais e potencialmente comerciais e na direção de queda (Método M3 e apenas em torno das árvores comerciais destinadas à primeira colheita (Método M4. Foram avaliados: área afetada com a derrubada da árvore selecionada; grau de danos nos indivíduos remanescentes; quantidade de indivíduos perdidos por árvore derrubada; redução de área basal da floresta por causa de árvores destruídas com a derrubada da árvore selecionada; e o custo para se efetuar o corte de cipós de acordo com cada método. Com exceção dos custos, em todas as outras variáveis analisadas os métodos utilizados não diferiram estatisticamente. O método M4, com o menor custo e valores absolutos razoáveis nas outras variáveis, pode ser considerado o melhor deste estudo, além de a população de cipós ser melhor preservada em relação aos demais métodos de corte analisados, mantendo, assim, sua importante função ecológica na floresta.

  10. Dinâmica de crescimento e distribuição diamétrica de fragmentos de florestas nativa e plantada na Amazônia sul ocidental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo da Cunha Lima

    Full Text Available O Brasil é um país com grande vocação florestal, apresentando em torno de 6,8 milhões de hectares de florestas plantadas e 385 milhões de hectares de florestas nativas. A estrutura diamétrica de uma floresta, sob o ponto de vista da produção, permite caracterizar e indicar o estoque de madeira disponível anteriormente a uma exploração, além de fornecer informações que auxiliem na tomada de decisões sobre a necessidade de reposição florestal. O objetivo do estudo é analisar o padrão de distribuição por classe diamétrica pelos métodos empírico e estatístico, bem como a dinâmica de crescimento de dois fragmentos florestais distintos (nativo e plantado situados em Rio Branco, no Estado do Acre. Na floresta plantada de seringueira, foram realizadas medições a 100% da circunferência e do diâmetro das árvores, sendo os dados agrupados em classes tanto pelo método estatístico como empírico. Na floresta nativa, as árvores de diferentes espécies foram medidas em dez parcelas com área de 500 m² (10 × 50 m. A partir da obtenção dos diâmetros, os dados foram agrupados em classes tanto pelo método estatístico como pelo empírico. Houve maior concentração de indivíduos nas classes centrais da distribuição, fator esse muito comum em florestas plantadas. As florestas plantadas apresentam uma disposição gráfica que se aproxima de uma curva normal, o que é característico desse tipo florestal. As florestas nativas, geralmente, caracterizam-se por apresentar distribuição diamétrica decrescente, em forma de 'J-invertido', ou seja, maior quantidade de indivíduos nas classes de tamanhos menores, sendo que isso vai diminuindo com o aumento das classes.

  11. COMPARAÇÃO ESTRUTURAL ENTRE FLORESTA MANEJADA E NÃO MANEJADA NA COMUNIDADE SANTO ANTÔNIO, ESTADO DO PARÁ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego dos Santos Vieira

    2014-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar e comparar a composição florística e estrutura horizontal da floresta manejada (FM e da floresta não manejada (FNM. Utilizou-se amostragem casual estratificada com 12 parcelas na FM e 12 na FNM. Em parcelas de 28 x 350 m mensuraram-se todos os indivíduos com circunferência a altura do peito (CAP maior ou igual a 31,4 cm e menor do que 94,2 cm (nível I de inclusão, subparcelas de 28 x 100 m, os indivíduos com 94,2 cm ≤ CAP <157,1 cm (nível de inclusão II, subparcelas de 28 x 250 m e indivíduos com CAP ≥ 157,1 m (nível de inclusão III. Em ambas as florestas foram encontradas 216 espécies, distribuídas em 44 famílias botânicas. A FNM apresentou maior índice de diversidade de Shannon-Weaver (H’(H’= 4,47. A composição florística, na FM, não sofreu alterações significativas durante o manejo empresarial realizado. Entretanto, houve alterações significativas de riqueza e área basal entre FM e FNM devido à colheita realizada que implicou na retirada de indivíduos em classes comerciais e também ao dano causado às árvores remanescentes. As espécies de maior importância ecológica em FNM foram Rinorea guianensis Aubl (Violaceae, Pouteria bilocularis (H. Winkler Baehni (Sapotaceae e Sclerolobium paniculatum Vogel (Fabaceae. Em FM foram Rinorea guianensis Aubl (Violaceae, Manilkara huberi (Ducke Chevalier (Sapotaceae e Eschweilera coriacea (DC. S.A. Mori (Lecythidaceae. Para o período considerado, a área basal parece estar se recuperando adequadamente.

  12. PROBLEMAS SOCIOAMBIENTAIS NAS ÁREAS DA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA NA REGIÃO DO ALTO URUGUAI- RS

    OpenAIRE

    Ivete Rodrigues; Liziane Dark de Godoy Psidonik; Roselaine Iankowski Corrêa da Silva

    2017-01-01

    Neste trabalho buscamos apresentar um panorama sobre as questões socioambientais que afetaram a Floresta Ombrófila Mista, mais especificamente, a Mata de Araucárias, espécies encontradas na Região Sul do Brasil por seu clima predominantemente frio, e altitudes elevadas. Para este estudo, consideramos o recorte espacial da Microrregião de Erechim (IBGE,2010). Esta pesquisa consistiu na revisão bibliográfica, as quais foram essenciais e determinantes para a construção do conhecimento sobre a te...

  13. Potencial de uso das espécies arbóreas de uma floresta secundária, na Zona Bragantina, Pará, Brasil Potential of use of the tree species in a secondary forest, of the Bragantina zone, Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrízia de Oliveira Alvino

    2005-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar o potencial de uso das espécies arbóreas de uma floresta secundária com aproximadamente 30 anos de idade, abandonada após sucessivos ciclos de agricultura itinerante. A área de estudo está localizada em propriedade de agricultura familiar na Zona Bragantina, PA. A área inventariada corresponde a 1,5 ha, onde foram medidos todos os espécimes arbóreos com DAP ³ 5 cm. Verificou-se a ocorrência de 103 espécies, que totalizaram 1961 indivíduos/ha e área basal de 17,7 m²/ha. As espécies com maior número de indivíduos foram: Sacoglottis amazonica Mart., Ormosia flava (Ducke Rudd, Eschweilera coriacea (DC. S.A. Mori e Croton matourensis Aubl.. As categorias de uso que apresentam maior número de espécies foram: Construções rurais (33%, seguida das espécies madeireiras de alto valor comercial (30%, madeireiras de baixo valor comercial e as utilizadas como lenha (9% cada.The aim of this paper was to determine the economic potential of a secondary forest with about 30 years of age that was left to regrowth after successive cycles of swidden agriculture. The study area is located in a family farm in the Bragantina Zone, PA. The inventoried area was 1.5 ha, where all the tree specimens with DBH ³ 5 cm were measured. A total of 103 species were identified, corresponding to 1961 individuals/ha and 17.7 m²/ha basal area, the species with most number of individuals being Sacoglottis amazonica Mart., Ormosia flava (Ducke Rudd, Eschweilera coriacea (DC. S.A. Mori and Croton matourensis Aubl.. The categories with highest number of species were rural construction (33%, followed by high value commercial timber species (30%, low value commercial and firewood (9% each.

  14. Diversidade de formigas na Floresta Nacional de Chapecó, Santa Catarina, Brasil Ants diversity in Floresta Nacional de Chapecó in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Junir Antonio Lutinski

    2008-10-01

    Full Text Available A mirmecofauna da Floresta Nacional de Chapecó, Gleba I, foi estudada por coletas semanais realizadas de dezembro de 2003 a dezembro de 2004. Foram utilizadas armadilhas do tipo malaise, pit-fall, iscas com sardinha, iscas com glicose, rede de varredura, guarda-chuva entomológico e funil de Berlese. Três constituições vegetais foram amostradas, sendo pinus, eucalipto e Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional Decidual. Foram capturadas 137.019 espécimes de nove subfamílias, 18 tribos, 36 gêneros e 121 espécies. Os índices de diversidade de Margalef obtidos foram 9,9; 9,7 e 12,6; de Shannon e Wiener 3,0; 3,2 e 3,4 e de equitabilidade de 0,69; 0,73 e 0,74, para as áreas com pinus, eucalipto e mata nativa, respectivamente. Estes resultados indicam uma distribuição mais uniforme na comunidade da mata nativa, caracterizando-se como um importante reservatório espécies de formigas no Oeste catarinense.Mirmecofauna of the Floresta Nacional de Chapecó, Field I, was studied by weekly collections from December of 2003 to December of 2004. Malaise, pit-fall, sardine baits, glucose baits, sweeping net, entomological umbrella and Berlese funnel had been used. Three vegetal constitutions where showed, like pinus, eucalyptus Ombrófila Mista and Estacional Decidual native forests. 137.019 specimens of nine subfamilies, 18 tribes, 36 generas and 121 species were captured. The indices of diversity of Margalef were 9.9; 9.7 and 12.6; of Shannon and Wiener 3.0; 3.2 and 3.4 and of equitability of 0.69; 0.73 and 0.74, for the areas with pinus, eucalyptus and native forest, respectively. These results indicate a more uniform distribution in the community of the native forest, characterizing itself as an important reservoir species of ants in the West region of the Santa Catarina State, Brazil.

  15. Adaptação das plantas ao fogo: enfoque na transição floresta - campo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heringer Ingrid

    2001-01-01

    Full Text Available A presença de campos entremeados pela floresta de araucária, na região do planalto meridional sul brasileiro, surpreende os estudiosos, pois a vigorar o clima atual, de maiores precipitações, a tendência seria o desenvolvimento de vegetação florestal. Os distúrbios, sobretudo a interação fogo-pastejo, e as baixas temperaturas da região, são os grandes responsáveis pelos limites e expansão da floresta latifoliada, e predomínio daquele tipo de vegetação. A vegetação campestre e arbórea submetida por longo período a fogos recorrentes desenvolveu uma série de estratégias no sentido de tolerar, evitar ou responder ao fogo. A resposta individual das plantas ao fogo envolve alterações morfológicas e fisiológicas, enquanto, na comunidade, observam-se mudanças na dinâmica da associação entre espécies. Na vegetação campestre, as gramíneas são o componente da comunidade mais tolerante ao fogo, devido ao contínuo crescimento dos meristemas intercalares e de novos afilhos que crescem protegidos no solo ou na bainha de folhas velhas. O fogo estimula o florescimento em plantas cuja forma de crescimento evita grande perda de material na queima. Também promove a liberação de sementes através do choque térmico ou de substâncias liberadas na fumaça. Na comunidade, os efeitos do fogo sobre as plantas são sentidos em relação ao modo de sobrevivência, natureza e localização dos tecidos regenerados. O comportamento das plantas em relação à queima pode ser como dependentes (estímulo à reprodução, resistentes (estímulo ao rebrote, ou plantas que evitam o fogo (ciclo anual. Portanto, o fogo tem complexos efeitos sobre a estrutura da vegetação, sendo que espécies vegetais sensíveis e tolerantes à queima tem diferentes sítios de preferência no ambiente.

  16. Geoestatística na avaliação dos atributos físicos em latossolo sob floresta nativa e pastagem na Região de Manicoré, Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Eleotério de Aquino

    2014-04-01

    Full Text Available A utilização das técnicas geoestatísticas permite detectar a existência da dependência e distribuição espacial dos atributos do solo, constituindo importante ferramenta na análise e descrição detalhada do comportamento dos atributos físicos do solo. Este trabalho teve como objetivo o uso da geoestatística na avaliação dos atributos físicos em Latossolo sob floresta nativa e pastagem na região de Manicoré no Amazonas. Nas áreas de floresta nativa e pastagem, foram estabelecidas malhas com dimensão 70 × 70 m e demarcados pontos nessas malhas espaçados a cada 10 m, totalizando 64 pontos. Esses pontos foram georreferenciados e, em seguida, foram feitas as coletadas de solo em cada ponto da malha nas camadas de 0,00-0,20 e 0,40-0,60 m para determinação dos atributos físicos, totalizando 128 amostras de solo em cada malha. Essas malhas encontram-se paralelas com uma distância uma da outra de 100 m e o solo nessas áreas é classificado como Latossolo. Determinaram-se textura, densidade do solo e de partículas, macroporosidade, microporosidade, porosidade total e estabilidade dos agregados em água. Após a tabulação dos dados, foram realizadas análises estatísticas descritivas e geoestatística. A pastagem apresentou leve variação nos seus atributos físicos em relação à floresta nativa, com coeficiente de variação alto e dependência espacial fraca. Os semivariogramas escalonados conseguiram reproduzir de forma satisfatória o comportamento espacial dos atributos no mesmo padrão dos semivariogramas individuais, e o uso do parâmetro alcance do semivariograma mostrou-se eficiente para determinar a densidade amostral ideal para os ambientes em estudo. Os resultados geoestatísticos indicaram que a retirada da floresta nativa para a implantação da pastagem alterou a variabilidade natural dos atributos físicos.

  17. INFLUÊNCIA DOS FATORES EDÁFICOS NA VARIAÇÃO FLORÍSTICA DE FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL, EM VIÇOSA, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Jorge Tourinho Braga

    2015-08-01

    Full Text Available RESUMOO objetivo deste estudo foi verificar a possível correlação dos fatores edáficos na distribuição dos indivíduos de espécies arbóreas e a similaridade florística entre as populações, em dois trechos distintos de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual, em Viçosa, MG (20°46' S e 42°52' W. No trabalho, foram amostrados os indivíduos arbóreos superiores ou iguais a 15 cm (CAP, presentes em 20 parcelas de 25×10 m, estando metade dessas alocadas (10 em cada trecho de floresta. Na área das parcelas, foram coletadas amostras de solo (0-10 cm e submetidas às análises química e física. Os resultados dos atributos físicos e químicos do solo indicaram variações conforme as mudanças na topografia do terreno. A análise de correspondência canônica (CCA indicou correlação significativa entre a distribuição das espécies arbóreas avaliadas no perfil topográfico e a fertilidade do solo, enquanto a comparação entre as espécies pertencentes às florestas inicial e avançada apontou baixa similaridade florística. Verificou-se ainda que espécies como Casearia arborea, Ocotea laxa, Myrcia fallax, Siparuna guianensis, Apuleia leiocarpa, Matayba elaeagnoides e Sparattosperma leucanthum estão associadas a solos argilosos mais ácidos, de encostas e com maior teor de alumínio, permitindo o uso delas em programas de recuperação ambiental.

  18. Contribuição dos produtos florestais não madeireiros na geração de renda na Floresta Nacional do Tapajós - Pará

    OpenAIRE

    Guerra, Fabiola Gisela Pinto de Queiroz

    2013-01-01

    Esta pesquisa teve como objetivo analisar e contribuição dos Produtos Florestais Não Madeireiros na geração de renda para as comunidades na Floresta Nacional do Tapajós Nela são apresentados os principais produtos florestais não madeireiros comercializados na Flona Tapajós, suas cadeias produtivas, as quantidades extraídas, custos de produção, preços, receitas e margens de lucro. A metodologia utilizada para coleta dos dados junto aos extrativistas e suas associações comunitárias se deu atrav...

  19. Regeneração natural em fragmentos de floresta ombrófila densa na Bacia do Rio Capibaribe, Pernambuco.

    OpenAIRE

    Aldení Silva de Lima

    2011-01-01

    Os fragmentos florestais ciliares são de grande importância para manutenção da diversidade biológica, pois atuam como corredores ecológicos, facilitando a dispersão animal e vegetal entre áreas, além de auxiliarem na regularização do regime hídrico e na estabilidade dos solos. Assim, o presente trabalho objetivou caracterizar a fitossociologia do componente lenhoso regenerante em áreas ciliares, visando avaliar o potencial de regeneração natural em cinco fragmentos de Floresta Ombrófila Densa...

  20. INFLUÊNCIA DAS FLORESTAS URBANAS NA VARIAÇÃO TERMO-HIGROMÉTRICA DA ÁREA INTRAURBANA DE CURITIBA – PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Leal

    2014-12-01

    Full Text Available De modo a entender a influência das florestas urbanas na variação termo-higrométrica da área intraurbana da cidade de Curitiba, este trabalho teve como objetivo analisar a variação temporal e espacial da temperatura e da umidade relativa do ar em cada estação do ano e relacioná-la com a presença das florestas urbanas. Para a coleta dos dados meteorológicos foram estabelecidos 44 pontos de monitoramento em quatro transectos na malha urbana da cidade. Nestes pontos foram instalados miniabrigos meteorológicos com sensores modelo Hobo®, fixados nas hastes de sinaleiros e placas de sinalização. O monitoramento da temperatura e umidade relativa do ar foi realizado em períodos correspondentes às quatro estações do ano, com 22 dias de coleta e registro contínuo de dados em intervalos de 15 minutos. Nos quatro transectos analisados na área intraurbana de Curitiba foram encontradas diferenças termo-higrométricas significativas entre os pontos de monitoramento em todos os períodos analisados. Mesmo nas estações do ano de mais baixas temperaturas, o outono e o inverno, foram encontradas diferenças térmicas, relacionadas ao calor antropogênico. Pela análise do perfil longitudinal das temperaturas, observou-se curva semelhante ao perfil clássico das ilhas de calor urbano, com as maiores temperaturas nos locais com maior intensidade de ocupação e atividades antrópicas, como na área central e região centro-sul. As menores temperaturas foram encontradas em bairros residenciais e periféricos, como nas porções norte e noroeste do município e limite sul, além de se evidenciar o efeito do resfriamento das florestas urbanas presentes na área intraurbana, como os Parques Municipais Barigui e São Lourenço. As regiões com maior quantidade de áreas permeáveis, concentração de remanescentes florestais ou espaços verdes públicos apresentaram menores temperaturas e aumento da umidade relativa do ar.

  1. Modelagem de dados do satélite Ikonos II para estimativa de micronutrientes na floresta ombrófila mista montana

    OpenAIRE

    Acco, Mônica

    2004-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo desenvolver uma metodologia utilizando imagens do satélite IKONOS II para realizar estimativas de micronutrientes na Floresta Ombrófila Mista Montana. Para o desenvolvimento desta metodologia utilizou-se de material coletado no município de General Carneiro (PR) na propriedade das Indústrias Pedro N. Pizzatto Ltda em 20 unidades amostrais primárias de 12 x 12 metros. Os materiais coletados foram separados, secos e pesados, obtendo-se, então, os teores de...

  2. Briófitas: estado do conhecimento e vulnerabilidade na Floresta Atlântica Nordestina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercia Patricia Pereira Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Com ênfase na Floresta Atlântica Nordestina, é fornecido um diagnóstico do estado da arte do conhecimento sobre a brioflora e, para os últimos dez anos, uma análise por área temática da briologia, estado da região, Instituição executora dos autores e gargalos de conhecimento. No período analisado, foram publicados 60 artigos em periódicos nacionais e internacionais, sendo que a maioria enfoca a linha de pesquisa Florística e Taxonomia, com destaque para o estado da Bahia que apresenta mais de 50% da produção desta linha. A consolidação deste conhecimento pode ser atribuída, em grande parte, à existência de pesquisadores e de Programas de Pós-graduação atuantes na região. A brioflora regional é composta por 788 spp., correspondendo a 58% do total conhecido para o Domínio Floresta Atlântica, onde novas espécies têm sido descritas e táxons vulneráveis, de distribuição rara e bioindicadores evidenciados. A Bahia é o estado de maior riqueza brioflorística, com 483 spp., seguida por Pernambuco, 323 spp. A vulnerabilidade da brioflora regional é acessada mediante endemismo, raridade de distribuição e caráter bioindicador de qualidade ambiental dos táxons. Modelos de distribuição potencial produzidos para vários desses táxons contribuem ao evidenciar novas áreas de exploração, a necessidade de proteção mais eficiente de habitats específicos e a criação de Unidades de Conservação. Para dirimir as lacunas ainda existentes no conhecimento fazem-se necessárias a continuidade de estudos, a intensificação na formação de recursos humanos e nas cooperações científicas.

  3. Abelhas africanizadas Apis mellifera scutellata Lepeletier, 1836 (Hymenoptera: Apidae: Apinae exploram recursos na floresta amazônica? Do Africanized honeybees explore resources in the amazonian forest?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcio Luiz de Oliveira

    2005-09-01

    Full Text Available As abelhas africanas (Apis mellifera scutellata foram trazidas para o Brasil na década de 1950 e, por acidente, cruzaram-se com outras subespécies de abelhas melíferas européias introduzidas no século XIX. Isso proporcionou o surgimento de híbridos com características predominantes das abelhas africanas, tais como rusticidade e maior capacidade de enxamear, o que lhes permitiu uma rápida adaptação e expansão por quase todo continente americano. Até hoje existem controvérsias se essas abelhas, denominadas africanizadas, causam algum impacto sobre a fauna de abelhas nativas. Nas Américas, as africanizadas estão restritas a regiões de baixas altitudes e de invernos amenos; no Brasil, ocorrem principalmente em áreas urbanas e formações vegetacionais abertas ou adulteradas, sendo dificilmente vistas ou coletadas no interior de florestas densas como a amazônica. Diante dessa observação, diversas iscas foram disponibilizadas no interior de fragmentos de florestas e de florestas contínuas na Amazônia central, para testar se operárias de abelhas africanizadas seriam capazes de penetrar nos mesmos. Nenhuma operária foi vista visitando as iscas na floresta contínua ou mesmo nos fragmentos de floresta, ocorrendo visitas somente nas áreas desmatadas e capoeiras próximas. Esse resultado, além de indicar a inexistência de competição por recursos com as abelhas nativas no interior da floresta amazônica, também indica que uma apicultura em grande escala na região seria inviável, uma vez que a floresta não é sequer visitada por essas abelhas.The African honeybees (Apis mellifera scutellata were introduced accidentally to Brazil in 1956 where it subsequently interbred with other subspecies of European honeybee here introduced in the 19th century. This resulted in hybrids with predominantly African honeybee characteristics, such as higher capacity of swarming and survival in inhospitable conditions, allowing them to adapt

  4. Influência antrópica em três ecótonos floresta/campo da Floresta Atlântica do Sudeste do Brasil: análise de micropartículas carbonizadas em solos superficiais

    OpenAIRE

    De Oliveira, Paulo Eduardo; Passacantili, Maria da Glória Silva Bispo

    2010-01-01

    Através da quantificação de micropartículas carbonizadas em solos superficiais, determinou-se a intensidade de incêndios recentes em três áreas da Floresta Atlântica com mosaico floresta/campo: duas na Serra do Mar, São Paulo e uma na Reserva Natural Vale do Rio Doce, Linhares, Espírito Santo. As micropartículas foram quantificadas em três classes de tamanho: 51 µm. Os dados mostram que as três áreas estiveram recentemente sujeitas a incêndios. Os campos da Reserva ...

  5. Risk assessment of environmental exposure to mercury in the urban area of Alta Floresta, Mato Grosso State - Amazonian basin - Brazil; Avaliacao do risco potencial para a saude humana da exposicao ao mercurio na area urbana de Alta Floresta, Mato Grosso - Bacia Amazonica - Brasil

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Hacon, Sandra de Souza

    1996-07-01

    Mercury contamination in the Amazon basin is a consequence of the intensive and extensive use of metallic Hg in gold mining activities which use the amalgamation process. Mercury vapor is the main form of Hg released in the Amazonian ecosystem. However, some studies have shown that enhanced biotransformation of inorganic mercury into organic Hg is occurring. These two forms of Hg have some properties in common but differ in toxicity and metabolic behavior. Knowledge of the fate and transport of Hg in the Amazon basin is especially important for the assessment of the extent of contamination, as well as the characterization of exposed groups. the present study attempts to evaluate the Hg exposure scenario as well as to assess the quantitative risk (from Hg emission) for workers in gold-dealers' shops and for the general population in the urban area of Alta Floresta. The way that are was populated and the regional and local economy history, particularly in connection with the commercialization of gold in the region, are important factors in the study of the exposure scenario in Alta Floresta. Assessment of exposure pathways has shown that the adult and infant populations of Alta Floresta are exposed to low dose levels of Hg. Fish consumed locally shows high concentrations of Hg, ranging from 0,5 to 3,6 mg/kg. However, due to the low consumption of fish by the general population this exposure pathway has little effect on the health of the general public. Fishermen and their families are those most at risk from Hg intoxication. Workers in gold shops are another critical group, in relation to exposure to Hg vapor. As for the infant population, above 4 years old, inhalation of Hg vapor is the main source of the exposure, one exception being to children of fishermen whose pattern of fish consumption is similar to their parents. These are the two groups at risk from fish ingestion. Infants between 1 and 4 years of age are the group most likely to suffer adverse effects from

  6. Risk assessment of environmental exposure to mercury in the urban area of Alta Floresta, Mato Grosso State - Amazonian basin - Brazil; Avaliacao do risco potencial para a saude humana da exposicao ao mercurio na area urbana de Alta Floresta, Mato Grosso - Bacia Amazonica - Brasil

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Hacon, Sandra de Souza

    1996-07-01

    Mercury contamination in the Amazon basin is a consequence of the intensive and extensive use of metallic Hg in gold mining activities which use the amalgamation process. Mercury vapor is the main form of Hg released in the Amazonian ecosystem. However, some studies have shown that enhanced biotransformation of inorganic mercury into organic Hg is occurring. These two forms of Hg have some properties in common but differ in toxicity and metabolic behavior. Knowledge of the fate and transport of Hg in the Amazon basin is especially important for the assessment of the extent of contamination, as well as the characterization of exposed groups. the present study attempts to evaluate the Hg exposure scenario as well as to assess the quantitative risk (from Hg emission) for workers in gold-dealers' shops and for the general population in the urban area of Alta Floresta. The way that are was populated and the regional and local economy history, particularly in connection with the commercialization of gold in the region, are important factors in the study of the exposure scenario in Alta Floresta. Assessment of exposure pathways has shown that the adult and infant populations of Alta Floresta are exposed to low dose levels of Hg. Fish consumed locally shows high concentrations of Hg, ranging from 0,5 to 3,6 mg/kg. However, due to the low consumption of fish by the general population this exposure pathway has little effect on the health of the general public. Fishermen and their families are those most at risk from Hg intoxication. Workers in gold shops are another critical group, in relation to exposure to Hg vapor. As for the infant population, above 4 years old, inhalation of Hg vapor is the main source of the exposure, one exception being to children of fishermen whose pattern of fish consumption is similar to their parents. These are the two groups at risk from fish ingestion. Infants between 1 and 4 years of age are the group most likely to suffer adverse effects

  7. Influência antrópica em três ecótonos floresta/campo da Floresta Atlântica do Sudeste do Brasil: análise de micropartículas carbonizadas em solos superficiais

    OpenAIRE

    De Oliveira,Paulo Eduardo; Passacantili,Maria da Glória Silva Bispo

    2010-01-01

    Através da quantificação de micropartículas carbonizadas em solos superficiais, determinou-se a intensidade de incêndios recentes em três áreas da Floresta Atlântica com mosaico floresta/campo: duas na Serra do Mar, São Paulo e uma na Reserva Natural Vale do Rio Doce, Linhares, Espírito Santo. As micropartículas foram quantificadas em três classes de tamanho: < 25 µm, de 26 a 5 0µm e > 51 µm. Os dados mostram que as três áreas estiveram recentemente sujeitas a incêndios. Os campos da Reser...

  8. MODIFICAÇÕES NA ESTABILIDADE DE AGREGADOS NO SOLO DECORRENTES DA INTRODUÇÃO DE PASTAGENS EM ÁREAS DE CERRADO E FLORESTA AMAZÔNICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Márcia Longo

    1999-12-01

    Full Text Available RESUMO Com o presente trabalho objetivou-se avaliar os impactos decorrentes da remoção das coberturas originais e seu posterior uso agrícola tomando-se, para tanto, duas distintas condições fisiográficas brasileiras - cerrado e floresta amazônica, tendo como atributos primordiais de análise as modificações da estrutura/agregação dos solos. As áreas selecionadas para as investigações foram Porto Velho, RO (floresta e Senador Canedo, GO (cerrado de ocorrência de Latossolos argilosos, cujas amostras foram coletadas ao longo de transeções contendo 24 pontos (pequenas trincheiras de 60 cm de profundidade, 12 sob vegetação natural (floresta e cerrado e 12 sob pastagem plantada, em cada uma das áreas de estudo; em seguida, estas foram analisadas quanto à distribuição e estabilidade de agregados em água. Verificou-se diminuição acentuada no diâmetro médio dos agregados (DMP no sentido vegetação natural-pastagem, sendo mais pronunciada na região do cerrado; de maneira geral, os maiores valores foram observados na região amazônica em que a remoção da cobertura vegetal original promoveu efeitos negativos sobre os atributos dos solos estudados, notadamente sobre a estrutura/agregação dos mesmos, mostrando a fragilidade dos solos dos ecossistemas brasileiros, quando submetidos ao cultivo.

  9. Uso de florestas secundárias por aves de sub-bosque em uma paisagem fragmentada na Amazônia central Use of secondary forests by understory birds in a fragmented landscape in central Amazonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Vitor Campos e Silva

    2012-03-01

    Full Text Available Na Amazônia, as taxas de desmatamento crescem desde 1991 e as previsões não são otimistas quanto à desaceleração desse processo. A devastação da floresta é acompanhada de uma expansão de florestas secundárias (FS que se estabelecem nas áreas abandonadas. A tendência é um aumento de florestas secundárias, resultando num mosaico de floresta contínua e fragmentos separados por uma matriz de FS. Nesse cenário, autores acreditam que a Amazônia pode passar por um processo massivo de extinção de espécies. Por outro lado, a previsão de um processo massivo de extinção pode ser equivocada, pois muitas espécies florestais poderiam sobreviver nas florestas secundárias. Para avaliar o valor das florestas secundárias para espécies florestais amostramos por oito meses com redes de neblina uma capoeira (FS em regeneração e uma floresta primária (FP de uma paisagem fragmentada. Algumas espécies não foram capturadas na capoeira e aparentemente evitam esse tipo de hábitat. No entanto, a maioria das espécies do grupo focal não apresentou diferença na sobrevivência aparente entre os ambientes, o que nos indica que estão habitando a capoeira e a floresta primária da mesma forma. Na realidade amazônica, onde grande parte da matriz é composta por floresta secundária, a matriz tem valor para conservação e deve ser analisada como um elemento dinâmico que não apenas permite a movimentação de indivíduos, mas também serve de hábitat para muitas espécies de floresta primária. Mas ressaltamos que é fundamental a preservação de áreas de floresta primária que servirão de fonte às florestas secundárias adjacentes.Rates of deforestation in the Brazilian Amazon have increased since 1991 and forecasts are not optimistic about the slowing of this process. Some authors believe that the Amazon may be experiencing a massive process of species extinction. However, the deforestation is accompanied by the expansion of

  10. Óxidos de ferro e área superficial de Latossolo subtropical sob campo e floresta nativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Vasconcellos Inda

    2014-02-01

    Full Text Available As condições climáticas atuais indicam avanço da vegetação de floresta sobre os campos na região dos Campos de Cima da Serra no Rio Grande do Sul. Essa mudança na vegetação altera o conteúdo de matéria orgânica e a umidade do solo. Este estudo objetivou avaliar os óxidos de ferro pedogênicos em um Latossolo sob campo e floresta nativa e relacionar os mesmos com os teores de carbono orgânico e a área superficial específica do solo. Os teores de carbono orgânico são maiores no solo sob floresta e, possivelmente, influenciaram processos dissolutivos de óxidos de ferro cristalinos e a neoformação de tipos metaestáveis de baixa cristalinidade. O incremento de C orgânico no solo sob floresta elevou expressivamente a área superficial específica do solo, mascarando o efeito geralmente positivo dos óxidos de Fe sobre essa característica física.

  11. Susceptibility of Biomphalaria amazonica and Biomphalaria occidentalis from Manso Dam, Mato Grosso, Brazil to infection with three strains of Schistosoma mansoni

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica Ammon Fernandez

    2006-10-01

    Full Text Available As well as malaria and yellow fever, schistosomiasis is one of the main endemic diseases associated to environments which suffered some impact related to the development of great economic projects, as for example the construction of hydroelectric power stations. Aiming to investigate the occurrence and distribution of freshwater snails of medical and veterinary importance in the area which suffered impact from the Manso hydroelectric power station a survey was performed during the period of 2002 to 2003 and revealed the occurrence of populations of Biomphalaria amazonica and Biomphalaria occidentalis. Studies on parasite-mollusc compatibility were undertaken using five B. amazonica colonies (Barão de Melgaço, Poconé, Santo Antônio do Leverger, and Chapada dos Guimarães, in the Manso and Casca rivers, and four B. occidentalis colonies (Cuiabá, Santo Antônio do Leverger, and Chapada dos Guimarães, in the Água Fria district and Casca river were exposed to miracidia of Schistosoma mansoni. Of 257 snails of B. amazonica used, 17 became infected (infection index of 6.61% and all specimens of B. occidentalis proved unsusceptible. According to the strains used, of the 158 snails exposed to BH miracidia, 6 became infected (3.79%; of the 44 exposed to SJ miracidia, 6 became infected (13.63%; and of the 55 snails of B. amazonica exposed to EC miracidia, 5 became infected (9.09%. These results point out the low possibility of introduction of schistosomiasis in those areas, but we believe it can not be discarded as due the presence of B. amazonica.

  12. A produção de Serapilheira em uma Floresta Estacional Decidual na Região do Pontal-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicolas Fernandes Martins

    2012-12-01

    Full Text Available Durante o período de um ano, foram avaliadas a quantidade de serapilheira depositada e a sazonalidade de sua queda em um ecossistema de Floresta Estacional Decidual, próximo ao município de Ituiutaba-MG. . Para o estudo foram utilizados 20 coletores de madeira e de formato quadrado e circular, tendo 50 por 50 cm de largura, sendo o chamado de EG, os de 25 por 25 cm chamados de G formato quadrados sendo os circulares de 15 cm de raio chamados de M e os de 9 cm de raio denominados de P. Foram distribuídos de maneira aleatória numa reserva permanente. O material depositado foi coletado mensalmente, separado em diferentes frações, secado em uma estufa e posteriormente pesado. O trabalho fora desenvolvido na fazenda Três Irmãos, localizado a 20 km do Município de Ituiutaba (sentido a Uberlândia na BR-365. Dessa forma este estudo teve por objetivos quantificar a produção anual de serapilheira e correlações com as variáveis climáticas. O principal componente da serrapilheira fora as folhas, e os meses maiores totais de deposição da serapilheira ocorreram nos meses de novembro e dezembro diferentes de muitos trabalhos na literatura. O total de serapilheira registrada em todos os coletores foi de 8975 kg.ha-1 e no coletor EG onde a amostragem dos dados foram melhores obtivemos um decorrência de serrapilheira num total 4101 kg.ha-1, sendo 2611 kg.ha-1 (63,66% de folhas, 704 kg.ha-1 (17,16 % de caule, 453 kg.ha-1 (11,04 % de frutos e 333 kg.ha-1 (8,12% de material indiferenciado. A precipitação pluviométrica não fora o fator principal para a queda das folhas, devido a floresta estacional ter passado por uma perturbação não compreendida pelo estudo. O melhores resultados foram referentes a temperatura, quando ouve uma elevação na temperatura tivemos maior produção de serapilheira.

  13. CLASSIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE ESTÁGIOS SUCESSIONAIS EM REMANESCENTES DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA NA FLONA DE SÃO FRANCISCO DE PAULA, RS, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Artur José Soligo

    2006-11-01

    Full Text Available O presente trabalho integra o conjunto de estudos e pesquisas previstas no Projeto Ecológico de Longa Duração – PELD/CNPq, instalado FLONA de São Francisco de Paula, RS. Teve como objetivo identificar e caracterizar os diferentes estágios sucessionais de remanescentes de Floresta Ombrófila Mista. O trabalho foi realizado em dez conglomerados permanentes de 100m x 100m (10.000m2, os quais foram divididos em dez faixas de 10m x 100m (1.000m2 e estas subdivididas em dez subunidades de 10m x 10m (100m2. Para a presente pesquisa, foi sorteada uma faixa de 10m x 100m para cada conglomerado, totalizando cem subunidades amostrais (parcelas onde foram instaladas, na altura do DAP, bandas (cintas dendrométricas em todas as árvores com CAP  30cm, para medição anual dos diâmetros. A análise de agrupamento foi realizada por meio do programa Twinspan, utilizando uma matriz de dados com 99 parcelas (uma foi desconsiderada por não apresentar indivíduos com CAP  30cm tendo como variável o incremento anual em diâmetro (obtido de 2 anos de observação de 69 espécies. Obtiveram-se três grupos florísticos que indicaram estágios sucessionais na floresta: um grupo separou um estágio sucessional menos evoluído denominado de mata secundária, tendo Nectandra megapotamica e Cryptocarya aschersoniana como espécies indicadoras; um segundo grupo indicando um estágio sucessional intermediário da floresta, com Sebastiania commersoniana e Ocotea pulchella como espécies indicadoras; e um terceiro grupo constituído da floresta primária cuja espécie indicadora foi Araucaria angustifolia.

  14. Morfologia da flor, fruto e plântula de Victoria amazonica (Poepp. J.C. Sowerby (Nymphaeaceae Morphology of flower, fruit and seedling of Victoria amazonica (Poepp. J.C. Sowerby (Nymphaeaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Maciel da Rosa-Osman

    2011-03-01

    Full Text Available Victoria amazonica (Poepp. J.C. Sowerby é uma hidrófita que ocorre nas várzeas de águas brancas e igapós da Bacia Amazônica e na Bacia do rio Paraguai. A morfologia da flor, fruto e plântula/"tirodendro" é objeto do presente trabalho. O material botânico foi coletado em Parintins e Manaus, estado do Amazonas, Brasil. A análise morfológica foi feita em material fresco e fixado em FAA 50. O desenvolvimento das plântulas foi realizado no escuro em frascos com água com teor reduzido de oxigênio. As flores possuem pedicelo longo e são hemicíclicas, diclamídeas, monoclinas e com antese vespertina. Os frutos são carnosos, indeiscentes, com pseudossincarpia. As sementes apresentam arilo que atua na dispersão pela água. As plântulas se desenvolvem em condições de hipoxia e apresentam um cotilédone exposto acicular. O "tirodendro" apresenta eofilos com heterofilia. As flores apresentam caracteres morfológicos básicos da família, a definição do tipo de fruto exige estudo ontogenético e a heterofilia é um caráter típico de plântulas/"tirodendros"de Nymphaeaceae.Victoria amazonica (Poepp. J.C. Sowerby is a hydrophyte that occurs in the white water leas and igapos of the Amazonian and Paraguay Basin. The flower, fruit and seedling/"tirodendro" morphology is the object of the present work. The botanical material was collected at Parintins and Manaus, Amazonian state, Brazil. The morphological analysis was made in both fresh and fixed material. The seedling development was accomplished in flasks with water containing little oxygen and maintained in the darkness. Flowers present long pedicel and they are hemicyclic, dichlamydeous, bisexual with vespertine anthesis. Fruits are fleshy, indehiscent with pseudo-syncarpy. Seeds present aril that acts in the water dispersion. Seedlings grow in hypoxy conditions and they present an acicular and exposed cotyledon. The "tirodendro" stage presents eophylls with heterophylly. Flowers

  15. Optimization of Ultrasound-assisted Extraction of Phenolic Compounds from Myrcia amazonica DC. (Myrtaceae) Leaves

    Science.gov (United States)

    de Morais Rodrigues, Mariana Cristina; Borges, Leonardo Luiz; Martins, Frederico Severino; Mourão, Rosa Helena V.; da Conceição, Edemilson Cardoso

    2016-01-01

    Background: Myrcia amazonica. DC is a species predominantly found in northern Brazil, and belongs to the Myrtaceae family, which possess various species used in folk medicine to treat gastrointestinal disorders, infectious diseases, and hemorrhagic conditions and are known for their essential oil contents. Materials and Methods: This study aimed applied the Box–Behnken design combined with response surface methodology to optimize ultrasound-assisted extraction of total polyphenols, total tannins (TT), and total flavonoids (TF) from M. amazonica DC. Results: The results indicated that the best conditions to obtain highest yields of TT were in lower levels of alcohol degree (65%), time (15 min), and also solid: Liquid ratio (solid to liquid ratio; 20 mg: 5 mL). The TF could be extracted with high amounts with higher extraction times (45 min), lower values of solid: Liquid ratio (20 mg: mL), and intermediate alcohol degree level. Conclusion: The exploitation of the natural plant resources present very important impact for the economic development, and also the valorization of great Brazilian biodiversity. The knowledge obtained from this work should be useful to further exploit and apply this raw material. SUMMARY Myrcia amazonica leaves possess phenolic compounds with biological applications;Lower levels of ethanolic strength are more suitable to obtain a igher levels of phenolic compouds such as tannins;Box-Behnken design indicates to be useful to explore the best conditions of ultrasound assisted extraction. Abbreviation used: Nomenclature ES: Ethanolic strength, ET: Extraction time, SLR: Solid to liquid ratio, TFc: Total flavonoid contents, TPc: Total polyphenol contents, TTc: Total tannin contents PMID:27019555

  16. Classificação e caracterização de estágios sucessionais em remanescentes de Floresta Ombrófila Mista na Flona de São Francisco de Paula, RS, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2010-08-01

    Full Text Available O presente trabalho integra o conjunto de estudos e pesquisas previstas no Projeto Ecológico de Longa Duração - PELD/CNPq, instalado FLONA de São Francisco de Paula, RS. Teve como objetivo identificar e caracterizar os diferentes estágios sucessionais de remanescentes de Floresta Ombrófila Mista. O trabalho foi realizado em dez conglomerados permanentes de 100m x 100m (10.000m2, os quais foram divididos em dez faixas de 10m x 100m (1.000m2 e estas subdivididas em dez subunidades de 10m x 10m (100m2. Para a presente pesquisa, foi sorteada uma faixa de 10m x 100m para cada conglomerado, totalizando cem subunidades amostrais (parcelas onde foram instaladas, na altura do DAP, bandas (cintas dendrométricas em todas as árvores com CAP > 30cm, para medição anual dos diâmetros. A análise de agrupamento foi realizada por meio do programa Twinspan, utilizando uma matriz de dados com 99 parcelas (uma foi desconsiderada por não apresentar indivíduos com CAP > 30cm tendo como variável o incremento anual em diâmetro (obtido de 2 anos de observação de 69 espécies. Obtiveram-se três grupos florísticos que indicaram estágios sucessionais na floresta: um grupo separou um estágio sucessional menos evoluído denominado de mata secundária, tendo Nectandra megapotamica e Cryptocarya aschersoniana como espécies indicadoras; um segundo grupo indicando um estágio sucessional intermediário da floresta, com Sebastiania commersoniana e Ocotea pulchella como espécies indicadoras; e um terceiro grupo constituído da floresta primária cuja espécie indicadora foi Araucaria angustifolia.

  17. Regime de luz em uma floresta estacional semidecídua sob manejo, em Pirenópolis, Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Venturoli

    2012-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi realizada em um fragmento de floresta estacional semidecídua, localizada em Pirenópolis, Goiás, e investigou as alterações no regime de luz, medida pela densidade de fluxo de fótons, associadas a intervenções silviculturais que visaram, sobretudo, aumentar o crescimento de espécies arbóreas, sem permitir a invasão por espécies oportunistas que poderiam influenciar negativamente a dinâmica da regeneração natural. O delineamento foi em blocos casualizados, em esquema fatorial, testando as diferenças entre tratamentos silviculturais, estações climáticas e alturas de medida no sub-bosque (1,30 m e ao nível do solo. Foram testadas duas intensidades de corte seletivo de indivíduos arbóreos e de cipós na floresta. Os tratamentos foram suficientes para alterar o regime de luz, tanto na estação seca como na estação chuvosa, em acordo com a hipótese testada. O sombreamento na área controle foi de 97% na estação chuvosa e de 86% na estação seca, apresentando diferenças significativas com o sombreamento associado aos tratamentos silviculturais, que variaram de 93% a 94% na chuva e de 77% a 80% na seca. Esse estudo pode auxiliar na validação deste sistema de manejo florestal proposto para as florestas estacionais semidecíduas no Brasil Central, devendo ser associado aos estudos populacionais e de comunidade, preservando os fragmentos florestais encontrados na região e gerando benefícios ambientais e renda extra para a população rural.

  18. Fitossociologia de florestas de mangue plantadas e naturais no estuário do Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Bernini

    2013-10-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n1p37 A fitossociologia de florestas de mangue plantadas e naturais foi comparada no estuário do Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Brasil. A amostragem da vegetação foi feita pelo método de parcelas, sendo registrado o diâmetro à altura do peito (DAP e a altura dos indivíduos > 1 m de altura. Os resultados indicaram que a floresta plantada apresenta menores valores de DAP médio e área basal, e maior densidade de troncos em relação à floresta natural. A distribuição de indivíduos por classes de altura e a distribuição de troncos por classes diamétricas mostraram que a floresta plantada é mais jovem. Laguncularia racemosa e Rhizophora mangle ocorreram em ambas as florestas, enquanto Avicennia schaueriana foi registrada apenas na floresta plantada. Laguncularia racemosa apresentou maior dominância e densidade relativa em todos os sítios analisados, provavelmente, por ser característica de locais com menor influência marinha e pelo fato do estuário ter sido alterado por perturbações antrópicas.

  19. Composição, diversidade e similaridade florística de uma floresta tropical semidecídua submontana em Marcelândia - MT

    OpenAIRE

    Ferreira Júnior,Elbert Viana; Soares,Thelma Shirlen; Costa,Marcus Filipe Fernandes da; Moraes e Silva,Versides Sebastião

    2008-01-01

    O objetivo deste estudo foi avaliar a composição, diversidade e similaridade florística de uma área de floresta estacional semidecidual localizada no município de Marcelândia-MT, em área de tensão ecológica, na região de contato floresta ombrófila/floresta estacional. Foram amostrados 4008 indivíduos, pertencentes a 33 famílias e 92 espécies, em 74 parcelas de 10 m x 250 m. As famílias que apresentaram maior valor percentual de árvores foram: Lauraceae (15,99%), Melastomataceae (12,97%), Sapo...

  20. Soil water storage in an upland forest after selective logging in Central Amazonia Armazenamento de água no solo após extração seletiva de madeira em floresta de terra firme na Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. J. F. Ferreira

    2004-02-01

    Full Text Available Soil water storage of Central Amazonian soil profiles in upland forest plots subjected to selective logging (in average, 8 trees or 34, 3 m³ of timber per hectare were removed was measured in four layers, down to a depth of 70 cm. The study lasted 27-months and was divided in two phases: measurements were carried out nearly every week during the first 15 months; in the following year, five intensive periods of measurements were performed. Five damage levels were compared: (a control (undisturbed forest plot; (b centre of the clearing/gap; (c edge of the gap; (d edge of the remaining forest; and (e remaining forest. The lowest values for water storage were found in the control (296 ± 19.1 mm, while the highest were observed (333 ± 25.8 mm in the centre of the gap, during the dry period. In the older gaps (7.5-8.5 year old, soil water storage was similar to the remaining and the control forest, indicating a recovery of hydric soil properties to nearly the levels prior to selective logging.Foi medido o armazenamento de água em perfis de solo de 0-70 cm, divididos em quatro camadas em parcelas de floresta de terra firme na Amazônia Central, submetidas à extração seletiva de madeira, tendo sido retiradas, em média, 8 árvores por hectare ou 34 m³ de madeira. O estudo foi realizado num período de 27 meses em duas fases: na primeira, as medidas foram, na sua maioria, semanais, num período de 15 meses. Na segunda, as medidas foram feitas em cinco períodos intensivos. Foram comparados cinco tratamentos: (a controle (floresta intacta, (b centro da clareira, (c borda da clareira, (d borda da floresta remanescente e (e floresta remanescente. Os valores mais baixos de armazenamento de água no solo (296 ± 19,1 mm foram encontrados no controle, enquanto os mais altos foram medidos no centro da clareira (333 ± 25,8 mm, no período seco. Nas clareiras mais antigas (7,5-8,5 anos de idade, os armazenamentos de água no solo foram similares aos da

  1. Efeitos da exploração madeireira de baixo impacto sobre uma comunidade de aves de sub-bosque na Floresta Nacional do Tapajós, Pará, Brasil Effects of low impact selective logging on an understory bird community in the Tapajós National Forest, Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiza Magalli Pinto Henriques

    2008-01-01

    Full Text Available Este estudo compara a resposta de uma comunidade aves à exploração madeireira de baixo impacto através da distribuição das espécies em floresta controle e manejada ao longo de cinco anos com amostragem pré e pós-exploração. O procedimento de ordenação mostrou que a similaridade da comunidade de aves após a exploração madeireira foi menor que a similaridade entre as amostras do período de pré-exploração. Além disso, a ordem das abundâncias das 43 espécies mais comuns foi alterada entre o período anterior à exploração e 3 a 4 anos após a exploração na floresta manejada. A exploração afetou as taxas de captura de 20 espécies, diretamente ou através de uma interação com o tempo. Os insetívoros terrícolas e os insetívoros que seguem bandos mistos foram as guildas mais afetadas pela exploração madeireira. Ambas as guildas mostraram declínio, correlacionado com o tempo, em suas abundâncias em floresta manejada. Insetívoros seguidores de formigas e insetívoros arborícolas não apresentaram diferenças entre a floresta manejada e controle, apesar de algumas espécies dessas guildas terem apresentado efeitos relacionados ao manejo florestal, diretamente ou através de uma interação entre o tempo e o manejo. Frugívoros também não apresentaram efeitos significativos relacionados ao manejo florestal. Nectarívoros aumentaram tanto na floresta explorada como na floresta controle. Efeitos temporais de aumento ou declínio observados em guildas e em 12 espécies ocorreram tanto na floresta controle como na floresta explorada. Este resultado sugere que mudanças temporais na área explorada podem estar relacionadas à sucessão enquanto que mudanças temporais na floresta controle podem estar relacionados à exploração com intensidade de 40m³/ha de parcelas adjacentes.This study compares the avian response to low impact selective logging by comparing bird species distribution in control and cut forest during

  2. A Floresta e o Jardim no Brasil do Século XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange de Aragão

    2013-07-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é colocar em discussão o processo cultural de transformação da paisagem brasileira no século XIX a partir da destruição de amplas áreas florestadas para cultivo, criação de gado, exploração de minérios e coleta de determinadas espécies da flora e da fauna. Por outro lado, procura-se demonstrar a concomitante difusão e transformação do jardim da casa brasileira, que se europeíza no momento em que a floresta se torna símbolo do nacionalismo – jardim este cultivado não apenas na área urbana, mas também junto às construções implantadas nas áreas desmatadas da floresta. Para isto, adotamos como ponto de partida obras como A ferro e fogo: a história e a devastação da mata atlântica brasileira (1996, de Warren Dean, e Sobrados e mucambos e Nordeste (1936, de Gilberto Freyre, considerando ainda, na análise, os relatos de viagem do século XIX e textos da literatura brasileira que tratam da transformação da paisagem neste período.

  3. Influência da época seca na qualidade do aporte foliar em floresta semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Nogueira Scoriza

    2014-09-01

    Full Text Available A serrapilheira apresenta uma importante função na ciclagem de nutrientes florestais, sendo as folhas as principais transportadoras desses nutrientes. Como a dinâmica da Floresta Estacional Semidecidual é fortemente demarcada pelos fatores climáticos, o objetivo deste trabalho é avaliar a influência temporal da temperatura e precipitação no aporte de carbono (C e nitrogênio (N foliares em fragmentos florestais. O estudo foi desenvolvido em cinco fragmentos florestais em Sorocaba, SP, onde foram demarcadas dez parcelas de 100m2, sendo instalados três coletores cônicos de 0,25m2 em cada. A coleta da serrapilheira foi feita de março a julho de 2008, onde o material foliar foi separado do restante da serrapilheira. Para a avaliação do teor de C e N foram sorteadas cinco amostras por mês, sendo estas moídas e analisadas. O teor e a quantidade de C e N apresentaram diferenças entre os meses. O carbono esteve diretamente relacionado com a quantidade de folhas aportadas enquanto que o nitrogênio esteve relacionado diretamente com a temperatura e a precipitação.

  4. Ingresso e mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais no município de Castanhal, Pará Recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta de Fátima Rodrigues Coelho

    2003-12-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve o ingresso e a mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais, no município de Castanhal, Pará. A área de estudo está localizada na Estação Experimental da Universidade Federal Rural da Amazônia. As parcelas foram implantadas em áreas de florestas sucessionais de diferentes idades (4, 8 e 12 anos. Nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos foram utilizadas quatro parcelas de 10m x 10m e na floresta de 12 anos foram, 12 parcelas de 10m x 10m. Realizaram duas medições de todos os indivíduos com DAP>1cm, em intervalos de 12 meses, nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos; e intervalo de 18 meses na floresta de 12 anos. Foram calculadas as taxas de ingresso e de mortalidade. Na floresta de 4 anos o ingresso foi maior que a mortalidade. Nas florestas sucessionais de 8 e 12 anos as densidades diminuíram, perdendo mais indivíduos por mortalidade do que ganhando por ingresso. Lacistema pubescens, Myrcia silvatica, Vismia guianensis, Rollinia exsucca e Miconia ciliata apresentaram muitos indivíduos mortos nas florestas estudadas.The present work describe recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará. The study area is located at the Experimental Research Station of the Universidade Federal Rural da Amazônia. Twelve 10m x 10m study plots were established in a 12-year-old secondary forest, and four 10m x 10m study plots were demarcated in a 4-year-old and an 8-year-old secondary forest. We measured diameter and height of all individuals with DBH>1cm at a 12-month interval in the 4 and 8-year-old stands, and an 18-month interval in the 12-year-old stand. Using this inventory data we calculated recruitment and mortality rates. In the 4-year-old forest, recruitment was greater than mortality, while in the 8 and 12-year-old forests experienced net mortality, as density declined over the measurement interval. Lacistema pubescens, Myrcia sylvatica, Vismia

  5. Macro-nutrientes no lençol freático em Floresta Intacta, Floresta de Manejo e Pastagem no norte de Mato Grosso Macro-nutrients in the water sheet in Mature Forest, Management Forest and Pasture in the north of Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nara Luisa Reis de Andrade

    2008-12-01

    Full Text Available A remoção de uma cobertura florestal e sua substituição por outras formas de uso do solo tem sido uma constante no norte do estado de Mato Grosso podendo alterar os ciclos hidrológicos e biogeoquímicos dos ecossistemas. Neste contexto, o presente trabalho visou identificar a variação do fósforo e nitrogênio das águas do lençol freático em áreas de Floresta de Transição madura e intacta (Floresta Intacta, Floresta de Transição Manejada (Floresta Manejada e Pastagem localizadas no norte de Mato Grosso. Foram realizadas mensalmente medidas do nível do lençol freático, de coletas de amostras de água para análises físico-químicas e medições de precipitação e temperatura do ar, no período de janeiro/2005 a novembro/2006. Verificou-se uma sazonalidade na precipitação e na temperatura do ar. No período de estiagem as águas do lençol freático apresentaram maiores teores de nitrogênio e de fósforo total nas três áreas em estudo. Os maiores valores de nitrogênio e fósforo foram detectados nos ecossistemas florestais (Florestas Intacta e Manejada como indicativo da função da cobertura vegetal na ciclagem dos nutrientes.Forest removal for other land uses has been a constant in the north of Mato Grosso and can alter the hydrological and biochemical cycles. In this context, the present work aims to identify the variation of phosphorus and nitrogen in the water sheet in areas of Mature Forest, Management Forest and Pasture in the north of Mato Grosso. The water level was measured monthly and water samples for analysis were collected monthly from January/2005 to November/2006. We verified the precipitation and the air temperature seasonality, and in the dry season the quality of the water sheet presented greater values of total phosphorus and total Kjeldhal nitrogen in the studied areas. The phosphorus and nitrogen presented greater values in forest ecosystems (Forest and Management Forest as indicative of the function

  6. Florística e estrutura do componente arbustivo-arbóreo de uma floresta higrófila da bacia do rio Jacaré-Pepira, SP, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marques Márcia C. M.

    2003-01-01

    Full Text Available As florestas higrófilas são formações ribeirinhas caracterizadas por ocorrerem em solo permanentemente encharcado e restritas a pequenos fragmentos junto a outros tipos vegetacionais. Neste trabalho caracterizaram-se a florística e a estrutura do componente arbustivo-arbóreo (plantas com DAP>5cm de uma área de 0,36ha de floresta higrófila localizada em Brotas (48º06'W 22º16'S, 470m.s.m., Estado de São Paulo, usando-se método de parcelas (total de 24 parcelas. No total foram amostrados 735 indivíduos, distribuídos em 32 famílias e 51 espécies. As espécies que se destacaram na comunidade devido aos elevados valores de importância foram Calophyllum brasiliense Camb., Protium almecega L. Marchand, Podocarpus sellowii Klotzch., Tapirira guianensis Aubl. e Dendropanax cuneatum DC. Decne. & Planch. O índice de diversidade de Shannon foi igual a 2,81, valor pouco superior aos descritos para florestas semelhantes. Na comunidade, as espécies generalistas com relação ao encharcamento do solo e as de solo drenado contribuíram na riqueza total (juntas 62% do total de espécies amostradas, enquanto as espécies de solo encharcado tiveram maior contribuição na composição da dominância (66% da dominância total e densidade (67% da densidade total relativas. A diversidade de situações topográficas e a entrada de espécies da vegetação do cerrado adjacente permitiram que espécies com diferentes exigências hídricas se estabelecessem na área relativamente pequena da floresta e influenciaram fortemente a florística e estrutura da comunidade.

  7. Composição Florística do estrato arbóreo da Floresta Estacional Semidecidual na Planície Aluvial do rio Doce, Linhares, ES, Brasil Floristic composition of the tree layer in Atlantic forest on the rio Doce alluvial floodplain, Espírito Santo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samir Gonçalves Rolim

    2006-09-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta a flora de espécies arbóreas e palmeiras na floresta estacional semidecidual na planície aluvial do rio Doce, uma área de cerca de 20.000 ha, a partir de Linhares (ES até próximo à foz no oceano atlântico. Foram determinadas 408 espécies (27 classificadas em gênero e 59 famílias, entre arbóreas e palmeiras. Por meio da análise de agrupamento, foi evidenciado que a floresta do rio Doce é muito semelhante floristicamente à floresta estacional dos tabuleiros terciários, que estas se agrupam com as florestas estacionais do rio Doce em MG e que, por sua vez, todas estas se agrupam com as florestas ombrófilas do sul da Bahia, sendo o conjunto nitidamente separado das outras formações ombrófilas costeiras. Foram encontradas dezenas de espécies deocorrência restrita ou pouco frequentes em levantamentos na floresta atlântica, enfatizando a importância da área para conservação da biodiversidade. Pelo fato das matas de cacau na região abrangerem mais de 80% dessa área, sugere-se a delimitação de uma Área de Proteção Ambiental, que permita conciliar o cultivo do cacau com a proteção da biodiversidade.The tree and palm flora was studied in the Atlantic forest of the rio Doce alluvial floodplain, in a 20,000ha area, between Linhares (Espírito Santo State and the Atlantic Ocean. The floristic survey recorded 408 species and 59 families. Floristic composition was compared to other forests of São Paulo, Minas Gerais, Bahia and Rio de Janeiro states using cluster analysis. The forest flora of the study area was most similar to that of forests in Espírito Santo, Minas Gerais, and Bahia. Dozens of species in the study area are restricted and rare in Atlantic forest; this area deserves special attention for biodiversity conservation. The Brazilian government should pay heed to the biological importance of this area and declare it an Environmental Protection Area, a type of conservation unit where

  8. Desmatamento e a contribuição econômica da floresta na Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Terciane Sabadini Carvalho

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo Este artigo analisa, do ponto de vista econômico, a contribuição da floresta desmatada para a economia da Amazônia Legal entre 2006 e 2011, assim como os efeitos de uma política de controle do desmatamento entre 2012 e 2020. Para isso, utilizou-se um modelo de equilíbrio geral computável (EGC inter-regional, construído para capturar as especificidades e heterogeneidade de 103 microrregiões da Amazônia Legal. As simulações da contribuição econômica do desmatamento para essas regiões permitiriam avaliar o custo relativo de políticas de controle, estimando o valor implícito do desmatamento na dinâmica econômica. Os resultados apontam uma contribuição positiva, embora pequena, do desmatamento para o crescimento econômico da Amazônia de 2006 a 2011. Este resultado é reforçado pelos impactos econômicos de uma política hipotética de controle do desmatamento, que sugerem uma perda apenas marginal sobre o crescimento econômico dessas regiões.

  9. As viagens de Nísia Floresta: memória, testemunho e história The travels of Nísia Floresta: memory, testimony, and history

    OpenAIRE

    Constância Lima Duarte

    2008-01-01

    Dentre os escritores brasileiros do século XIX, que registraram suas viagens em livros, destaca-se Nísia Floresta Brasileira Augusta. Nascida no interior do Rio Grande do Norte, em 1810, ela residiu em Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro antes de se mudar para a Europa, em 1849, e visitar diferentes países até falecer, em 1885, em Rouen, na França. Dos 15 títulos que publicou - romance, novela, contos, poemas e ensaios, escritos em português, francês e italiano -, estão os interess...

  10. CARACTERIZAÇÃO ESPAÇOTEMPORAL DE DUAS FLORESTAS ESTACIONAIS DO OESTE BAIANO, BARREIRAS-BA - DOI 10.5216/bgg.v32i1.18961

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiany Caroline Joner

    2012-06-01

    Full Text Available Em estudos com fitofisionomias do Bioma Cerrado, as florestas estacionais estiveram entre as formações com maior carência de estudo. Apesar do aumento expressivo de pesquisas nos últimos anos, elas se concentram em estados do sul e sudeste brasileiro, já em boa parte do Cerrado nordestino, ainda há muitas lacunas no conhecimento dos processos ecológicos que as envolvem. Este artigo tem como objetivo suprir parte dessa deficiência ao descrever a estrutura espacial e a dinâmica da cobertura vegetal de duas florestas estacionais. Ao longo da paisagem regional, essas fitofisionomias, em que estão restritas a eixos de drenagem próximos às vertentes dos chapadões dominantes na região. Para a avaliação espaço-estrutural das duas fitofisionomias, foram elaborados diagramas de perfis de vegetação e análise florística, já a dinâmica temporal foi observada através do cálculo do Índice de Área Foliar (LAI das estações chuvosa e seca usando como referência imagens de satélite. Averiguou-se que as florestas estudadas possuem características estruturais e florísticas diferenciadas, as quais têm papel fundamental na dinâmica temporal percebida pelo LAI, cujos índices são semelhantes na estação chuvosa, distinguindo-se significativamente na estação seca. Este estudo demonstra a importância dessas metodologias na definição de unidades da paisagem.

  11. APORTE E DECOMPOSIÇÃO DE SERAPILHEIRA EM ÁREAS DE FLORESTA SECUNDÁRIA, PLANTIO DE SABIÁ (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. E ANDIROBA (Carapa guianensis Aubl. NA FLONA MÁRIO XAVIER, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rômulo Guimarães Giácomo

    2006-07-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o aporte e a decomposição da serapilheira em áreas de floresta secundária espontânea, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e plantio de andiroba (Carapa guianensis Aubl.. Para avaliação do aporte de serapilheira, foram instalados dez coletores cônicos sendo o aporte avaliado durante o período de outubro de 2003 a setembro de 2004. Posteirormente, foi feita a quantificação dos macronutrientes (N, P e K. A avaliação da taxa de decomposição foi realizada utilizando-se o método dos litter bags. A área de plantio de andiroba aportou a maior quantidade de serrapilheira 9,20 Mg ha-1, sendo seguida pelo plantio de sabiá com 9,06 Mg ha-1 e pela floresta secundária espontânea 7,63 Mg ha-1 por ano. A serapilheira das áreas de plantio de sabiá e do plantio de andiroba apresentou maiores valores de nitrogênio e fósforo que a área de floresta secundária. A velocidade de decomposição da serapilheira foi maior nas áreas de plantio de sabiá e andiroba, podendo tal comportamento ter sido influenciado pelo maior conteúdo de nitrogênio na serapilheira. O fósforo foi o nutriente que apresentou maior velocidade de liberação.

  12. PADRÃO E PROCESSO SUCESSIONAIS EM FLORESTAS SECUNDÁRIAS DE DIFERENTES IDADES NA AMAZÔNIA ORIENTAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Veiga Aragão

    2005-11-01

    Full Text Available A maioria dos estudos de sucessão em florestas secundárias na Amazônia avalia sítios de diferentes idades, que representam uma cronoseqüência sucessional, em vez de monitorar um único sítio por vários anos pelo inventário contínuo. Este estudo comparou a composição e estrutura florísticas de espécies arbóreas com diâmetro a 1,3 m de altura (DAP ≥ 1 cm, em sítios com 4 e 12 anos na Amazônia Oriental, e avaliou a mortalidade e o recrutamento em ambos os sítios baseados em dados de inventário contínuo durante 4 anos de estudo. As áreas de estudo foram abandonadas após múltiplos ciclos de uso agrícola de 7 a 10 anos, desde ~1940. Ambos os sítios são dominados pelas espécies arbóreas Lacistema pubescens e Vismia guianensis, com densidade de indivíduos, diâmetro, altura, área basal e riqueza de espécies significativamente maiores no sítio de 12 anos. A densidade de indivíduos, ao longo do tempo, foi crescente no sítio de 4 anos e decrescente no de 12 anos; o diâmetro, a altura e a área basal aumentaram nos dois sítios. No sítio de 4 anos, foi constatada uma taxa de recrutamento líquido crescente entre 2000-2001 e 2001-2002, que diminuiu entre 2002-2003, indicando redução gradual na colonização. No sítio de 12 anos, foi observada alta mortalidade líquida (13 e 11%, sobretudo nas duas primeiras avaliações, indicando o processo de autodesbaste. A combinação dos métodos de cronoseqüência e inventário contínuo aumenta substancialmente o entendimento do desenvolvimento sucessional.

  13. Classificação fitogeográfica das florestas do Alto Rio Xingu Phytogeographical classification of the Upper Xingu River forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Macedo Ivanauskas

    2008-01-01

    Full Text Available Este trabalho propõe a inclusão da categoria Floresta Estacional Perenifólia no sistema oficial de classificação da vegetação brasileira, devido às particularidades florísticas e fisionômicas da floresta da borda sul-amazônica, que atinge maior amplitude geográfica na região do Alto Rio Xingu. Para justificar essa inclusão são apresentadas as características ambientais (clima, solo, hidrologia e diferenças fisionômicas e florísticas entre as florestas do Alto Xingu e demais florestas ombrófilas da Bacia do Amazonas e estacionais do Planalto Central.This paper proposes the inclusion of the "Evergreen Seasonal Forest" category in the official system used to classify Brazilian forests. This proposal is based upon the floristic and physiognomic particularities of the Southern Amazonian forest, which reach a greater magnitude around the Upper Xingu River. In order to justify the inclusion, the paper reports environmental characteristics (climate, soil and hydrology as well as floristic and physiognomic differences between the Upper Xingu River forest and both the Ombrophilous Forest from the Amazon Basin and the Seasonal Forest of the Central Plateau.

  14. Estrutura e distribuição espacial da regeneração natural de canjerana em Floresta Estacional Decidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Paula Zimmermann

    2014-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou analisar o padrão de distribuição espacial de uma população de Cabralea canjerana (Vell. Mart. em fase de regeneração natural em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Município de Silveira Martins, RS. Para tais análises, foram mensurados os indivíduos da espécie que apresentavam altura ≥ 30 cm, em 77 unidades amostrais alocadas de forma contígua na área. Para analisar a forma de dispersão da espécie foram utlizados os índices de Morisita, Payandeh e Fracker e Brischle. A estrutura foi analisada por meio dos parâmetros densidade e frequência absolutas e histograma de distribuição em classes de altura. De acordo com os índices de dispersão, a espécie encontra-se de forma agregada. Os altos valores de densidade e frequência ratificam a importância da espécie na estrutura da floresta.

  15. Análise do mosaico silvático em um fragmento de floresta tropical estacional no sudeste do Brasil Silvatic mosaic analysis in a fragment of a tropical seasonal forest in southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Cardoso Leite

    2008-06-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na "Mata da Câmara", um fragmento de floresta estacional semidecídual localizado em São Roque, SP, e teve como objetivos a identificação e análise do mosaico silvático, discutindo-se a arquitetura atual da floresta e inferindo sobre sua dinâmica de construção. Utilizou-se o método de inventário de linhas interceptadas, em que se amostraram três áreas de 50 × 105 m. Os resultados indicaram que as porcentagens de área ocupada por ecounidades em equilíbrio 2A foram de 46,8%, 48,6% e 75,7%, respectivamente nas três áreas estudadas. Pode-se concluir que na área A há uma floresta jovem, na área B uma floresta em fase de pré-maturidade com sinais de perturbações recentes e antigas e na área C uma floresta madura com alguns sinais de perturbações antigas. Comparando os resultados desta análise com aqueles obtidos através de levantamento fitossociológico, realizado na mesma área, a análise silvigenética mostrou ser mais uma importante ferramenta para discussão da dinâmica florestal, mas que em alguns caso tende a superestimar o grau de maturidade das florestas. No contexto dos fragmentos florestais remanescentes do Estado de São Paulo, pode-se dizer que a Mata da Câmara representa uma área de floresta relativamente bem preservada.This study was carried out in "Mata da Câmara", a fragment of a seasonal semideciduous forest, in São Roque - SP, Brazil. The objective of the present work was to identify and analyze the silvatic mosaic, by discussing its current architectural aspects and inferring about its construction dynamics. The line-intercept inventory method was used in three 50 x 105 m areas. The results showed that percentages of the area occupied by 2A steady-state eco-units, were 46.8%, 48.6%, and 75.7% for areas A, B and C respectively. It can be concluded that there is a young forest in area A; a pre-mature forest with signs of both recent and old disturbances in area B, and in

  16. Estoque de C e Abundância Natural de 13C em Razão da Conversão de Áreas de Floresta e Pastagem em Bioma Mata Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denilson Dortzbach

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Conversões da cobertura vegetal decorrentes do manejo podem alterar o estoque de carbono e a abundância natural de 13C. Objetivou-se avaliar o estoque de C e a abundância natural de 13C em áreas de sucessão de floresta (F e pastagem (P, com diferentes tempos de uso, na Floresta Atlântica no Estado de Santa Catarina. Sete sucessões de uso entre F e P foram definidas por fotografias aéreas tomadas em 1957, 1978 e 2008, entrevistas com moradores e escolha de áreas com florestas em estádio médio de regeneração. As sucessões foram identificadas como FFP, FPF, FFP, FPP, PFF, PPF, PPP, em que a primeira letra se refere ao uso observado em 1957; a segunda, em 1978; e a terceira, em 2008. Foram coletadas amostras de solo nas camadas de 0,00-0,10; 0,10-0,20; 0,20-0,30; 0,30-0,40; 0,40-0,50; 0,50-0,60; 0,60-0,80 e 0,80-1,00 m. Quantificaram-se os teores de carbono orgânico total (COT, abundância de C (δ13C, densidade do solo (Ds e estoque de carbono (ECOT. A conversão de F em P proporcionou aumento da Ds e reduções nos teores de COT e no ECOT do solo. O maior valor de ECOT ocorreu nas áreas atualmente ocupadas por florestas, mesmo tendo sido utilizadas como pasto anteriormente. Áreas de floresta secundária tenderam, em relação aos teores de COT, a um novo equilíbrio, dado que foram verificados teores de COT superiores aos quantificados em áreas de floresta primária. As áreas de floresta e pastagem, com diferentes idades de uso e nas diferentes profundidades de solo avaliadas, evidenciaram respostas na δ13C, resultando em diferentes assinaturas isotópicas, confirmando a mudança de uso de plantas C3 para C4. Em pastagens com 50 anos de uso, na camada de 0,00-0,10 m, 66 % do COT do solo ainda é derivado da floresta original. A análise de componentes principais (ACP indicou que o COT foi o atributo que melhor discriminou as alterações em razão do uso da terra, nas diferentes camadas de solo.

  17. Aporte e decomposição de serapilheira em áreas de floresta secundária, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e andiroba (Carapa guianensis Aubl. na Flona Mário Xavier, RJ.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milton Marques Fernandes

    2010-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o aporte e a decomposição da serapilheira em áreas de floresta secundária espontânea, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e plantio de andiroba (Carapa guianensis Aubl.. Para avaliação do aporte de serapilheira, foram instalados dez coletores cônicos sendo o aporte avaliado durante o período de outubro de 2003 a setembro de 2004. Posteirormente, foi feita a quantificação dos macronutrientes (N, P e K. A avaliação da taxa de decomposição foi realizada utilizando-se o método dos litter bags. A área de plantio de andiroba aportou a maior quantidade de serrapilheira 9,20 Mg ha-1, sendo seguida pelo plantio de sabiá com 9,06 Mg ha-1 e pela floresta secundária espontânea 7,63 Mg ha-1 por ano. A serapilheira das áreas de plantio de sabiá e do plantio de andiroba apresentou maiores valores de nitrogênio e fósforo que a área de floresta secundária. A velocidade de decomposição da serapilheira foi maior nas áreas de plantio de sabiá e andiroba, podendo tal comportamento ter sido influenciado pelo maior conteúdo de nitrogênio na serapilheira. O fósforo foi o nutriente que apresentou maior velocidade de liberação.

  18. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geângelo Petene Calvi

    2010-01-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.

  19. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lopes Machado Deivid

    2010-03-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.

  20. Tree species diversity in a seasonally-dry forest: the case of the Pinkaití site, in the Kayapó Indigenous Area, Southeastern limits of the Amazon Diversidade de espécies arbóreas em uma floresta sazonalmente seca: o caso da base de pesquisas do Pinkaití (PA, na Terra Indígena Kayapó, limite sudoeste da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo Salm

    2004-09-01

    Full Text Available This study investigates patterns of forest structure and tree species diversity in an anthropogenic palm grove and undisturbed areas at the seasonally-dry Pinkaití research station, in the Kayapó Indigenous Area. This site, managed by the Conservation International do Brasil, is the most southeastern site floristically surveyed in the Amazon until now. The secondary and a nearby undisturbed forest were sampled in a group of 52 floristic plots of 0.0625-ha (25x25-m where all trees with DBH > 10 cm were measured and identified. The analyses were complemented with other two floristic plots of 1-ha (10x1000-m. The present study has shown that the Pinkaití, like other seasonally-dry forests, have great heterogeneity in forest structure and composition, associated with biotic characteristics of the most important tree species, natural disturbance and history of land-use. The palm grove, moderately dominated by the arborescent palm Attalea maripa (Aubl. Mart., presented high tree species diversity and was floristically similar to undisturbed forests at the study site. It is discussed the importance of large arborescent palms for the seasonally-dry Amazon forests regeneration.Este estudo compara a florística e estrutura e a diversidade de espécies arbóreas de um palmeiral antropogênico e áreas não perturbadas na floresta sazonalmente seca da base de pesquisas ecológicas do Pinkaití, na Terra Indígena Kayapó. Esta base de estudos, administrada pela Conservation International do Brasil, é a área mais ao sudoeste até o momento floristicamente amostrada na Amazônia. Uma mancha de floresta secundária e uma floresta não perturbada adjacente foram amostradas com um grupo de 52 parcelas de 0,0625-ha (25x25-m onde todas as árvores com DAP > 10 cm foram medidas e identificadas. As análises foram complementadas com outras duas parcelas de 1-ha (10x1000-m. Este estudo mostrou que o Pinkaití, como outras florestas sazonalmente secas, tem grande

  1. REGULAÇÃO DE FLORESTAS INEQUIÂNEAS SOB MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO

    OpenAIRE

    SILVA, D. A. S.

    2014-01-01

    SILVA, D. A. S. Regulação em florestas inequiâneas sob regime de manejo florestal comunitário. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, ES. Orientador: Prof. Dr. Gilson Fernandes da Silva. Coorientador: Prof. Dr. José Franklim Chichorro. O planejamento de exploração madeireira em florestas inequiâneas, é determinado de tal forma que uma parcela da floresta seja dividida em Unidade de Produção Anual (UPA), e estas, por s...

  2. Incremento anual do Pau-rosa (Aniba duckei Kostermans) Lauraceae, em floresta tropical úmida primária. ()

    OpenAIRE

    Alencar, Jurandyr da Cruz; Araujo, Vivaldo Campbell de

    1981-01-01

    Resumo Os autores analisam o incremento periódico anual do diâmetro (D.A.P.) de vinte árvores de "Pau-rosa" (Aniba duckei Kostermans) durante o período de 12,5 anos em floresta tropical primária na Reserva Ducke, na Amazônia Central. O incremento periódico anual variou de 0,16 cm a 0.74 cm/ano sendo a média 0.38 cm/ano. O incremento periódico médio, para as árvores tomadas em conjunto, cresce a partir de janeiro, época de chuvas, atinge o máximo em julho e decresce durante a estação seca. Tes...

  3. Agaricales em áreas de Floresta Ombrófila Densa e plantações de Pinus no Estado de Santa Catarina, Brasil Agaricales in Atlantic rain forest and Pinus plantations in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Karstedt

    2008-12-01

    Full Text Available Os sistemas florestais de Santa Catarina são poucos estudados em relação à diversidade de Agaricales. O objetivo deste trabalho foi determinar e comparar a diversidade de Agaricales em dois sistemas florestais, no município de Joinville, SC. Parcelas de 20×20 m foram estabelecidas: três em Floresta Ombrófila Densa e três em plantações de Pinus. Basidiomas de fungos agaricóides foram coletados em janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro/2004. Foram identificadas 40 espécies, 31 na Floresta e 10 nas plantações. A família mais representada foi Tricholomataceae, com 48% das espécies registradas na Floresta. As espécies com maior abundância relativa foram Camarophyllus buccinulus (41% na Floresta e Lactarius cf. fragilis (53% nas plantações. As mesmas espécies foram também as mais freqüentes, com 44% e 78% de freqüência de ocorrência, respectivamente. Considerando a riqueza de espécies e o índice de diversidade de Shannon, o estudo sugere que há maior diversidade de Agaricales na Floresta do que nas plantações de Pinus.Forest systems in Santa Catarina state are virtually unknown regarding Agaricales diversity. Our goal was to determine and compare the Agaricales diversity of two forest systems in Joinville municipality, SC. Plots of 20×20 m were established: three in the Atlantic rain forest and three in Pinus plantations. Basidiomata of Agaricales were collected in January, March, May, July, September and November/2004. Forty species were identified, 31 in the forest and 10 in the plantations. Tricholomataceae was the most important family, with 48% of the species found in the forest. The species with the highest relative abundance were Camarophyllus buccinulus (41% and Lactarius cf. fragilis (53% in the forest and in the plantations, respectively. These were also the most frequent species recovered in the forest and in the plantations, with frequency values of 44% and 78%, respectively. Considering species

  4. Urihi A: A Terra-Floresta Yanomami

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James R. Welch

    2010-08-01

    Full Text Available Review of Urihi A: A Terra-Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85 85994‐72‐3.

  5. Degradação ambiental em fragmento de Mata Atlântica: floresta urbana Mata do Janga em Paulista/PE

    OpenAIRE

    Oliveira, Paulo Cabral de

    2015-01-01

    A Mata do Janga é um fragmento de Mata Atlântica que se localiza na cidade do Paulista, município inserido na RMR (Região Metropolitana do Recife) capital do Estado de Pernambuco. Encontra-se protegida por lei como uma Unidade de Conservação (UC) estadual e parte dela constitui-se uma Reserva Ecológica e recategorizada como Floresta Urbana (FURB). Com uma área de 132,24 hectares, a mata vem sofrendo fortes pressões antrópicas. Em virtude de sua importância biológica objetivou-se compreender a...

  6. Relações florísticas, estruturais e ecológicas entre as florestas do topo da Serra do Mar e as florestas de restinga no Estado de São Paulo

    OpenAIRE

    Joao Carlos Miguel Tomaz Micheletti Neto

    2007-01-01

    As comunidades florestais periféricas às florestas que recobrem o sopé e as médias encostas da Serra do Mar apresentam uma convergência de fisionomias e aspectos xeromórficos, sustentada por floras que estão relacionadas quanto às suas origens. Como estas semelhanças podem indicar condições ecológicas similares, o trabalho investigou qualitativa e quantitativamente se as semelhanças fisionômicas, entre a Floresta do Topo dos Morros da Serra do Mar e a Floresta Seca de Restinga no Estado de Sã...

  7. Tree communities of white-sand and terra-firme forests of the upper Rio Negro Comunidades de árvores em florestas de campinarana e de terra-firme do alto Rio Negro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Stropp

    2011-01-01

    Full Text Available The high tree diversity and vast extent of Amazonian forests challenge our understanding of how tree species abundance and composition varies across this region. Information about these parameters, usually obtained from tree inventories plots, is essential for revealing patterns of tree diversity. Numerous tree inventories plots have been established in Amazonia, yet, tree species composition and diversity of white-sand and terra-firme forests of the upper Rio Negro still remain poorly understood. Here, we present data from eight new one-hectare tree inventories plots established in the upper Rio Negro; four of which were located in white-sand forests and four in terra-firme forests. Overall, we registered 4703 trees > 10 cm of diameter at breast height. These trees belong to 49 families, 215 genera, and 603 species. We found that tree communities of terra-firme and white-sand forests in the upper Rio Negro significantly differ from each other in their species composition. Tree communities of white-sand forests show a higher floristic similarity and lower diversity than those of terra-firme forests. We argue that mechanisms driving differences between tree communities of white-sand and terra-firme forests are related to habitat size, which ultimately influences large-scale and long-term evolutionary processes.A vasta extensão e a alta diversidade de árvores das florestas na Amazônia desafiam a nossa compreensão sobre como variam a composição e abundância de espécies arbóreas ao longo desta região. Informações sobre estes parâmetros, geralmente obtidas a partir de inventários florísticos, são fundamentais para análises sobre padrões de diversidade. Embora inúmeros inventários florísticos tenham sido estabelecidos na Amazônia, a composição de espécies e a diversidade de árvores das florestas de campinarana e de terra-firme, na região do alto Rio Negro, permanecem ainda pouco conhecidas. Aqui, apresentamos dados de invent

  8. Ovarian hemangiosarcoma in an orange-winged Amazon parrot (Amazona amazonica).

    Science.gov (United States)

    Mickley, Kimberly; Buote, Melanie; Kiupel, Matti; Graham, Jennifer; Orcutt, Connie

    2009-03-01

    A 25-year-old intact female orange-winged Amazon parrot (Amazona amazonica) presented for a 2-week history of straining to defecate, lethargy, open-beak breathing, decreased vocalization, and ruffled feathers. On physical examination, the parrot had a heart murmur, increased air sac and lung sounds, open-beak breathing, increased respiratory rate and effort, and coelomic distension. An ultrasound revealed intracoelomic fluid, and hemorrhagic fluid was aspirated from the coelom. Cytologic analysis indicated hemocoelom. Pericardial effusion was observed during the sonogram, and pericardiocentesis was performed. The bird was euthanatized upon the owner's request because of a poor prognosis. At necropsy, several masses that involved the ovary and oviduct were observed, as well as a thickened pericardium and a thickened, fibrinous epicardium. Results of a histopathologic examination of the masses that involved the reproductive tract revealed ovarian hemangiosarcoma, which was confirmed by immunohistochemical staining. To our knowledge, ovarian hemangiosarcoma has not been reported in a psittacine species, nor has immunohistochemistry confirmed ovarian hemangiosarcoma in avian species, specifically in an orange-winged Amazon parrot.

  9. Dieta da paca (Cuniculus paca usando métodos indiretos numa área de cultura agrícola na Floresta Atlântica brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Zucaratto

    2010-04-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p235 A paca (Cuniculus paca é um roedor que se alimenta de frutos de acordo com sua disponibilidade. Este estudo descreve o consumo de frutos por pacas numa área de cultivo sombreado de cacau na Floresta Atlântica do Espírito Santo. Foi realizada a procura de vestígios indiretos deixados por estes animais, como as marcas características dos incisivos, para reconhecer os frutos consumidos. Doze espécies foram consumidas pelas pacas, pertencentes a 10 famílias e 10 gêneros. Essa lista inclui seis espécies nativas e seis espécies exóticas. Alguns frutos foram consumidos inteiros, enquanto que outros tiveram seu exocarpo ou suas sementes descartadas. Os métodos indiretos mostraram-se adequados para caracterizar a dieta dessa espécie e podem complementar os métodos de pesquisa convencionais tais como visualização direta e análises de conteúdo estomacal ou fecal. A ocorrência das pacas na área de cultivo demonstra plasticidade quanto à sua dieta e a possibilidade de conservação de populações dessa espécie em áreas alteradas fora das unidades de conservação.

  10. DETERMINAÇÃO DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE NA ÁREA DO PROJETO DE ASSENTAMENTO DIRIGIDO EM SANTA LUZIA, CRUZEIRO DO SUL, AC, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ian Willian Rodrigues da Silva, Rafael Coll Delgado, Leonardo Paula de Souza, Givanildo de Gois, José Francisco de Oliveira Júnior, Rafael de Ávila Rodrigues

    2014-08-01

    Full Text Available Este trabalho avaliou o comportamento da floresta e demais classes espectrais do Projeto de Assentamento Dirigido Santa Luzia, utilizando os recursos do Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. O período avaliado estende-se entre o ano de 2005 a 2010, e procurou avaliar o comportamento da evolução espacial de áreas como a floresta, pastagens e áreas utilizadas para agricultura, assim como demais benfeitorias realizadas no perímetro do assentamento. Neste sentido, os objetivos gerais deste trabalho foram: caracterizar a contração ou a expansão de classes de floresta, pastagens, regeneração da floresta e áreas alagadas, no PAD Santa Luzia, AC. Os resultados encontrados mostraram um significativo aumento do índice de regeneração da floresta e conversão de áreas de pastagens e cultivos em capoeira, considerando que esta tipologia florestal é essencial para o processo de transição de áreas desflorestadas em sua reestruturação à condição de floresta novamente. São ainda apresentados dados que demonstraram a elevação dos valores referentes a corpos d’água, embora as imagens tenham sido adquiridas em períodos de estiagem (período seco amazônico na região. Os dados obtidos pelo algoritmo de Mahalanobis, evidenciaram um significativo aumento destes recursos na superfície estudada. Os dados apresentaram o comportamento de leve decréscimo para a floresta durante o período avaliado.

  11. Variações espaço-temporais no estoque de sementes do solo na floresta amazônica Space-time variations in soil seed stock in an amazon rainforest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Niwton Leal Filho

    2013-09-01

    Full Text Available A dispersão eficiente, a longevidade e a capacidade das sementes de permanecer em estado latente a espera de condições adequadas de germinação no banco de sementes do solo da floresta garantem a presença de espécies arbóreas pioneiras nas áreas perturbadas. As variações estacionais e espaciais na densidade e na composição florística do banco de sementes em Florestas Tropicais Úmidas são assuntos ainda pouco compreendidos. Este trabalho verificou a existência de modificações espaço-temporais do banco de sementes presente em áreas de Floresta Tropical úmida localizadas próximas a Manaus, AM. Em cada uma das seis áreas estudadas, foram coletadas 40 amostras circulares de solo superficial (10 cm de diâmetro e 2 cm de profundidade ao acaso. Essas amostras foram coletadas a cada dois meses, entre agosto/2004 e junho/2005,. As amostras de solo foram distribuídas em bandejas em casa de vegetação e a emergência das sementes presentes no solo foi acompanhada por 4 meses. Houve uma redução significativa (H: 14,09, p The dispersion efficiency, longevity and the ability of seeds to remain latent waiting for suitable conditions for germination in the forest soil seed bank ensures the presence of pioneer tree species in disturbed areas. The seasonal and spatial variations in the density and floristic composition of the seed bank in tropical rainforests is a subject still little understood. This work verified the existence of spatio-temporal changes of the seed bank present in areas of humid tropical rain forest located near Manaus, Amazonas. In each of the six study areas, 40 circular samples of topsoil (10 cm in diameter and 2 cm deep were randomly collected every two months, from August 2004 to June/2005. Inside a greenhouse, the collected soil samples were distributed in trays and the emergence of seeds present in the soil was accompanied during four months. There was a significant reduction (H: 14.09112, p <0.05 in the mean

  12. Precipitação efetiva e interceptação das chuvas por floresta de Mata Atlântica em uma microbacia experimental em Cunha - São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arcova Francisco Carlos Soriano

    2003-01-01

    Full Text Available São apresentados os resultados de pesquisa que quantificaram a precipitação efetiva e a interceptação das chuvas pelo dossel da floresta secundária de Mata Atlântica na "microbacia experimental B", do Laboratório de Hidrologia Florestal Walter Emmerich, em Cunha-SP. No período de um ano foram medidos a precipitação no aberto, a precipitação interna e o escoamento pelo tronco das árvores, totalizando 54 coletas. Um pluviômetro em área aberta e 16 no interior da floresta foram utilizados para quantificação dos dois primeiros processos, respectivamente. Para determinação do escoamento pelo tronco foram instalados dispositivos de espuma de poliuretano em 38 árvores. A água interceptada foi estimada pela diferença entre a precipitação no aberto e a precipitação efetiva. Concluiu-se que, em média, 18,6% da precipitação foi interceptada pela floresta, retornando à atmosfera na forma de vapor. Um montante de 81,2% alcançou o piso como precipitação interna e apenas 0,2% como escoamento pelo tronco. Os fluxos de precipitação interna e escoamento pelo tronco foram maiores no período caracterizado como chuvoso. Os porcentuais de interceptação foram superiores no período pouco chuvoso.

  13. Plantios monoespecíficos de INGA VERA SUBESP. AFFINIS (D.C.) T.D. PENN. influenciando o sucesso reprodutico, variação genética E fluxo gênico na FLORESTA ATLÂNTICA do NORDESTE do BRASIL

    OpenAIRE

    Cruz Neto, Oswaldo

    2013-01-01

    A manutenção das interações de polinização e do sucesso reprodutivo das angiospermas está relacionada ao tamanho e distribuição das populações de plantas e de seus polinizadores. Objetivamos entender neste trabalho, os efeitos dos plantios monoespecíficos de Inga, do isolamento geográfico das populações e do adensamento de indivíduos sobre o consumo de néctar e sucesso reprodutivo de Inga vera em populações plantadas e naturais na floresta Atlântica nordestina. Selecionamos e georeferenciamos...

  14. Análise florística e estrutura fitossociológica de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no município de Sertão - RSFloristic analysis and phytosociological structure of a Mixed Ombrophylous Forest

    OpenAIRE

    Piroli, Edson Luis; Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP; Nascimento, André Rosalvo Terra; Universidade Federal de Uberlândia - UFU

    2009-01-01

    Neste trabalho foram estudadas a composição florística e estrutura fitossociológica de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no município de Sertão, RS, com área aproximada de 700 ha. A análise estrutural destaca Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze, como espécie dominante, principalmente na periferia do fragmento apresentando um número relativamente menor de indivíduos no interior da floresta. Abstract This paper appraises the study of the floristic composition and phytosociological st...

  15. Biodiversity and distribution of arbuscular mycorrhizal fungi in Araucaria angustifolia forest Biodiversidade e distribuição de fungos micorrízicos arbusculares em floresta de Araucaria angustifolia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milene Moreira

    2007-08-01

    ção radicular, a densidade e a diversidade de esporos de FMA em duas florestas com araucária, distintas no processo sucessional, em duas épocas de amostragem: maio e outubro. As florestas, localizadas no Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira (PETAR, correspondem a 1 Floresta Ombrófila Mista nativa (FN, em estágio clímax, sem sinais de interferência antrópica, e a 2 floresta de araucária plantada em 1987 (R, submetida a pastoreio. Foram avaliados: colonização radicular, número de esporos e riqueza de espécies de FMA e calculados os índices de dominância de Simpson (Is e de diversidade de Shannon (H. A colonização radicular não diferiu entre as duas comunidades na primeira amostragem (maio. Na segunda amostragem (outubro, houve maior colonização radicular na floresta nativa do que na floresta plantada e a colonização radicular foi mais intensa em comparação com as coletas de maio. No total, foram encontradas 27 espécies de FMA, com maior número de esporos em FN em relação a R. A análise canônica discriminante (ACD indicou que o índice de diversidade de Shannon foi o atributo ecológico que mais contribuiu para distinguir os dois ecossistemas florestais, com altos valores de H para FN em relação a R. ACD mostrou ser importante ferramenta para o estudo dos atributos ecológicos.

  16. PLANEJAMENTO DE UMA TRILHA INTERPRETATIVA COMO FERRAMENTA DO ECOTURISMO NA APA DA BARRA DO RIO MAMANGUAPE - PARAÍBA, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mércia Maria Araújo Luna

    2016-04-01

    Full Text Available A Floresta Atlântica é um bioma biodiverso e extremamente impactado. A Área de Proteção Ambiental (APA da Barra do Rio Mamanguape encontra-se inserida no hotspot da Floresta Atlântica. Este trabalho visa propor a implantação de uma trilha interpretativa na APA com base no Ecoturismo e na Educação Ambiental. Durante o mês de abril e maio de 2014 foi elaborado um roteiro mapeando os pontos estratégicos da trilha, elencando seus elementos mais representativos e registrando-os ao longo de 3.8 Km. Várias características da trilha foram consideradas na elaboração deste planejamento: a proteção do ambiente da trilha, seu potencial interpretativo, a acessibilidade e segurança. Os resultados apontaram nove pontos de atratividade onde foram abordados aspectos de relevância da flora, da fauna e da história da APA. Nota-se a necessidade da implantação de trilhas ecológicas no principal e maior fragmento de Floresta Atântica da APA, a Floresta do Oiteiro, uma vez que as trilhas só estão previstas no plano de manejo para um dos quatro municípios que abrange a APA, Lucena. Destaque pode ser dado à necessidade de treinamento de uma equipe local da Unidade de Conservação (UC para manter vivo o instrumento da trilha interpretativa, associando a interlocução entre a comunidade acadêmica da UFPB e os turistas pelo seu caráter amplo e interdisciplinar. Palavras-chave: Floresta Atlântica. Unidades de conservação. Turismo ecológico.

  17. Mineralogia e reserva de K de Cambissolos submetidos a diferentes manejos após derrubada e queima da floresta na Amazônia Meridional Mineralogy and K reserve of Cambisols submitted to different managements after slashing and burning of the forest in the Meridional Amazon, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro Góis Orrutéa

    2012-01-01

    Full Text Available As altas temperaturas ocorrentes durante a queima na floresta Amazônica podem induzir transformações mineralógicas da fração argila. Este trabalho objetivou avaliar as alterações mineralógicas nas frações areia, silte e argila e na reserva mineral de solos submetidos a diferentes manejos (11 anos de mata secundária, pastagem e café após a derrubada e queima de floresta nativa situada na Amazônia Meridional, município de Cacoal (RO. Uma área de floresta nativa ombrófila densa, com mesma feição pedológica, foi dividida em quatro partes, sendo três áreas submetidas ao corte e à queima e posteriormente cultivadas. Em cada manejo, os perfis de solos foram descritos e amostras dos horizontes A, AB, B1, 2B2 e 2BC foram coletadas para as análises mineralógicas das frações argila, silte e areia (difratometria de raios X e químicas da fração argila (extração de Fe com ditionito-citrato-bicarbonato - DCB e com oxalato de amônio - OA. Os teores de K não trocáveis foram determinados nas amostras de solo após extração com HNO3 1 mol L-1 fervente. Verificou-se o predomínio da caulinita na fração argila e alta reserva mineral de K nos solos, associada à ocorrência de mica nas frações argila, silte e areia. Os diferentes manejos não afetaram os teores de Fe2O3DCB e Fe2O3OA; por outro lado, o maior valor estimado para a relação entre os teores de goethita e hematita [Gt/(Gt+Hm] na fração argila no horizonte A da floresta indica uma possível transformação parcial de Gt em Hm durante a queima da floresta para a implantação dos manejos mata secundária, pastagem e café.The high soil temperatures that take place during the burning of the Amazon rainforest may induce soil mineralogical transformations. This study aimed to evaluate mineralogical changes in sand, silt and clay fractions and to assess K reserve of soils submitted to different managements (11 years of secondary forest, pasture and coffee plantation

  18. A leitura das crianças do campo a partir de Alta Floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érica Lemes Lopes da Silva

    2016-12-01

    Full Text Available O estudo é resultado do Trabalho de Conclusão do Curso de Pedagogia para Educadores do Campo da Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus de Sinop. Focalizou apreender como é a leitura das crianças do meio rural de Alta Floresta. Fundamenta-se na legislação, em autores que discutem a temática leitura, com destaque para Paulo Freire, Ana Teberosky e Teresa Colomer. Entrevistou-se a comunidade escolar e moradores da comunidade e observou-se a sala de aula e a biblioteca. Percebeu-se que há um longo caminho para inserção à leitura, atendendo o modo de vida do meio rural. Palavras-chave: crianças; leitura; meio rural.

  19. Redescription of the tapeworm Monticellia amazonica de Chambrier et Vaucher, 1997 (Cestoda, Proteocephalidea), a parasite of Calophysus macropterus (Siluriformes, Pimelodidae), from the Amazon River

    Czech Academy of Sciences Publication Activity Database

    Scholz, Tomáš; de Chambrier, A.; Kuchta, Roman

    2008-01-01

    Roč. 53, č. 1 (2008), s. 30-35 ISSN 1230-2821 R&D Projects: GA MŠk LC522; GA ČR GA524/04/0342; GA ČR GD524/03/H133 Institutional research plan: CEZ:AV0Z60220518 Keywords : Cestoda * Monticellia amazonica * catfish * Amazonia * taxonomy * morphology Subject RIV: GJ - Animal Vermins ; Diseases, Veterinary Medicine Impact factor: 0.748, year: 2008

  20. ASPECTOS FITOSSOCIOLÓGICOS DE FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, SANTA MARIA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2000-08-01

    Full Text Available Foi realizado estudo da vegetação em fragmento de floresta estacional decidual em processo de sucessão, em área da Associação Tabor (29o43'S; 53o47'W, no município de Santa Maria (RS, Brasil. Utilizaram-se dezesseis unidades amostrais de 10 x 20 m distribuídas de forma sistemática para avaliação (medição e identificação dos indivíduos com Circunferência à Altura do Peito (CAP igual ou maior de 30 cm e subunidades circulares com raios de 1,78 m para identificação e contagem da regeneração (indivíduos menores de 30 cm. Observou-se a ocorrência de 64 espécies arbóreas e arbustivas de 54 gêneros e 31 famílias. As espécies com maior valor de importância foram Myrocarpus frondosus, Cupania vernalis, Ocotea puberula, Patagonula americana, Casearia sylvestris, Luehea divaricata, Enterolobium contortisiliquum e Helietta apiculata. Na regeneração, as espécies com maior densidade de indivíduos foram Trichilia elegans, Nectandra megapotamica, Actinostemon concolor, Piper gaudichaudianum, Cupania vernalis, Hybanthus bigibbosus, Aiouea saligna e Parapiptadenia rigida. Constatou-se o contínuo processo de sucessão por meio da substituição de espécies nos estratos da floresta e algumas bem-representadas desde a regeneração até o estrato superior.

  1. Erosão hídrica pós-plantio em florestas de eucalipto na bacia do rio Paraná, no leste do Mato Grosso do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernardo Moreira Cândido

    2014-10-01

    Full Text Available Nas regiões tropicais, o desgaste provocado no solo por ação das águas da chuva, ou seja, a erosão hídrica é a mais importante forma de degradação do solo. Visto que os plantios florestais de eucalipto estão inseridos em ecossistemas sensíveis às perturbações antrópicas em razão de ocorrência de plantações em solos com baixos teores de argila, com baixa fertilidade natural e grande parte das plantações estabelecidas em antigas áreas agrícolas e de pastagens degradadas, surge a necessidade do entendimento dos processos que regem a erosão hídrica e suas relações com as perdas de solo e água nos sistemas florestais. Objetivaram-se com este trabalho calcular os valores de erosividade da chuva (fator R - EI30, estimar a tolerância de perda de solo (T para as classes representativas nas áreas de estudo, avaliar as perdas de solo e água por erosão hídrica e verificar a influência, por meio de análise de componentes principais (ACP, de atributos físicos e matéria orgânica do solo sobre a erosão hídrica em florestas de eucalipto no estádio de pós-plantio. Os tratamentos constituíram de diferentes sistemas de manejo dos resíduos e da disposição de plantio (nível e desnível, em dois biomas distintos, Cerrado e Floresta, e solo descoberto. Os solos foram classificados como Latossolo Vermelho distrófico típico textura média-alta fase floresta (LVd1 e Latossolo Vermelho distrófico típico textura média-baixa fase cerrado (LVd2. O estudo foi realizado em áreas experimentais de plantio de eucalipto localizadas no município de Três Lagoas, na bacia do Rio Paraná, no leste do Mato Grosso do Sul. O índice de erosividade anual obtido foi de 6.792,7 MJ mm ha-1 h-1 ano-1. Os valores de T variaram de 9,0 a 11,0 Mg ha-1 ano-1, para o LVd2 e LVd1, respectivamente. As perdas de solo apresentaram valores em torno de 0 a 0,505 Mg ha-1 no LVd1 e de 0 a 0,853 Mg ha-1, no LVd2. A ACP evidenciou-se eficiente na

  2. Transpiração em espécie de grande porte na Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará Transpiration in large size species in Caxiuanã National Forest, in the State of Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael F. da Costa

    2007-04-01

    Full Text Available Durante o experimento "O Impacto da Seca Prolongada nos Fluxos de Água e Dióxido de Carbono em uma Floresta Tropical Amazônica" (ESECAFLOR realizou-se este trabalho. Trata-se de um subprojeto do Experimento de Grande escala da Biosfera-Atmosfera da Amazônia (LBA, localizado na Estação Científica Ferreira Pena, dentro da Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará (1º 42- 30-- S; 51º 31-45-- W; 62 m altitude. A região tem floresta bem preservada, com dossel médio de 35 m. As espécies predominantes em terra-firme, são: Eschweilera coriacea (Mata-matá branco, Voucapoua americana (Acapu e Protium pallidum (Breu Branco. Medidas foram realizadas entre 03 a 16 de dezembro de 2000 e 12 a 25 de janeiro de 2003, objetivando-se determinar a transpiração de dois exemplares de Eschweilera coriacea, mediante os efeitos da seca provocada. A área do ESECAFLOR compreende duas parcelas, cada uma com 1 ha, parcela A (controle e parcela B (exclusão da chuva. Para o fluxo de seiva, o método foi o Balanço de Calor no Tronco, com sistema Sap Flow meter, P4.1; entre os períodos analisados, a transpiração média registrou aumento de 56% na árvore A237 (parcela A e redução de 68% na árvore B381 (parcela B.During the "Long-term impact of drought on water and carbon dioxide fluxes in Amazonian Tropical Rainforest Experiment" (ESECAFLOR, this study was carried out, which is a subproject of Large Scale Biosphere Atmosphere Experiment in Amazônia (LBA, located in the Ferreira Penna Scientific Station (FPSS in the Caxiuanã National Forest (CNF in Pará State (1º 42- 30-- S; 51º 31-45-- W; 62 m altitude. The region has a well-preserved forest, with canopy of 35 m. The predominate tree species in the landscape are Eschweilera coriacea (White Matá-matá, Voucapoua americana (Acapu and Protium pallidum (White Pitch. Sap flow measurements were made in the wet season (03-16 December 2000 and 12-25 January 2003, to evidence the effect of long term induced

  3. Regeneração de espécies nativas lenhosas sob plantio de Eucalyptus em área de Cerrado na Floresta Nacional de Paraopeba, MG, Brasil Regeneration of wood natives species under Eucalyptus stand of Cerrado area in the Floresta Nacional of Paraopeba, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreza Viana Neri

    2005-06-01

    Full Text Available A regeneração de sub-bosques em plantios homogêneos tem estreita dependência de florestas vizinhas. Outros fatores exercem influência, como a ecologia da dispersão da espécie, os efeitos de borda e clareiras. Diante disto, procurou-se conhecer a florística e a estrutura da vegetação lenhosa de espécies nativas sob plantio de Eucalyptus em área de Cerrado na Floresta Nacional de Paraopeba, MG, e verificar a variação da riqueza, da densidade e de indivíduos zoocóricos e anemocóricos da borda para o interior do talhão. Para tal, foram alocadas cinco parcelas de 5×40 m, subdivididas em parcelas 5×10 m. Foram encontradas 47 espécies e destas as que se destacaram foram Magonia pubescens A. St.-Hil.e Miconia albicans (Sw. Triana, principalmente quanto à alta densidade. Das espécies amostradas 53% possuem dispersão zoocórica e 43% anemocórica. Verificou-se também a diminuição da riqueza, da densidade e da percentagem de indivíduos anemocóricos da borda para interior. Porém a percentagem de indivíduos zoocóricos aumentou no interior do talhão. A maior riqueza e densidade na borda dá-se pela dificuldade da dispersão de diásporos no interior do fragmento. O índice de diversidade (H'= 2,49 encontrado para este estudo foi próximo aos valores observados em estudos em regeneração sob Eucalyptus em áreas de Cerrado.The regeneration of understory in homogeneous stands is closely dependent of neighbour forests. Others factures also have influency such as the species dispersion ecology, the border effects and clearings. Therefore, the objective of this work were to study the floristic and structure of native woody plant species growing under stands of Eucalyptus in the Cerrado area in the Flona (Floresta Nacional - National Forest of Paraopeba, Minas Gerais, Brazil, and to determine the variations in richness, density and the zoochorous and anemochorous individual dispersions from the borders into the stand. To carry out

  4. Identidade, riqueza e abundãncia de pequenos mamíferos (Rodentia e Didelphimorphia de área de Floresta com Araucária no estado do Paraná, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Grazzini

    2015-01-01

    Full Text Available Roedores e Marsupiais são componentes importantes da fauna na região Neotropical. Estudos sobre a riqueza e abundância destes animais são raros na Floresta Ombrófila Mista (FOM e aqui apresentamos um inventário conduzido na Floresta Nacional de Piraí do Sul. Esta área possui uma área aproximada de 150 ha, cercada por pastos e plantações de Pinus. A amostragem foi feita através de armadilhas de queda, Sherman e Tomahawk, dispostas nos principais tipos de vegetação encontrados. Pelo menos um casal de cada espécie foi coletado. Como resultado, durante 5.892 armadilhas.noite nós obtivemos um total de 1.049 capturas, representando 17 espécies: Akodon montensis, Bibimys labiosus, Brucepattersonius iheringi, Cryptonanus sp., Didelphis albiventris, D. aurita, Gracilinanus microtarsus, Monodelphis americana, M. scalops, Myocastor coypus, Nectomys squamipes, Oligoryzomys nigripes, Oxymycterus judex, O. nasutus, Sooretamys angouya e Thaptomys nigrita. Capturas por armadilhas de queda representaram 67% do total, e oito espécies foram registradas exclusivamente por este método. Akodon montensis, O. nigripes e T. nigrita foram as espécies mais abundantes.

  5. Growth rate of a terra firme rain forest in Brazilian Amazonia over an eight-year period in response to logging Crescimento de uma floresta de terra firme na Amazônia brasileira em um período de oito anos após a exploração florestal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Olegário Pereira de Carvalho

    2004-01-01

    Full Text Available This paper deals with growth rates of trees > 5cm dbh over an eight-year period from 257 species at the Tapajós National Forest. The discussion is centred on the behaviour of the forest after logging. Permanent sample plots were established in 1981 and measured at the first time. The area was logged in 1982. Measurements after logging occurred in 1983, 1987 and 1989. Considering all species together, diameter increment was similar for both intensities of logging until five years after logging. Light-demanding species showed significantly higher growth rates than shade-tolerant species in the logged forest, with greater increment in the heavier treatment intensity. Commercial species also had higher growth rates in the heavier logged area, although those were significantly different only in the period from one to five years after logging. In the undisturbed forest, growth rates increased with increasing dbh size. At species level, growth rate varied between and within treatments, as well as between trees within species, depending mainly on degree of canopy opening. The logging favoured the growth of commercial species, chiefly the light-demanders. Therefore, if the same growth conditions continue being given, for example by silvicultural treatments, to those species of commercial interest, the forest would reach a stock available for harvesting around year 30 after logging. However, the high variation in increment rates indicates that an eight-year period is not sufficient to allow predictions on cutting cycles or polycyclic management systems for the study forest.É analisado o crescimento de 257 espécies arbóreas, considerando indivíduos com DAP > 5cm, na Floresta Nacional do Tapajós, em um período de oito anos. Em 1981 foram estabelecidas parcelas permanentes, e medidas pela primeira vez. Em 1982 a área foi explorada. Medições após a exploração foram realizadas em 1983, 1987 e 1989. Considerando todas as espécies juntas, o

  6. Análise de agrupamento da vegetação de um fragmento de Floresta Estacional Decidual Aluvial, Cachoeira do Sul, RS, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maristela Machado Araújo

    2010-08-01

    Full Text Available No estado do Rio Grande do Sul, as florestas ripárias se encontram alteradas pela ação antrópica formando fragmentos. O estudo teve como objetivo analisar a estrutura e florística interna dessas florestas o que subsidiará informações para o restabelecimento desses ecossistemas. A área escolhida foi um fragmento (30o04'36"S; 52o53'09"W, de 4 ha, localizada no município de Cachoeira do Sul, RS, no Baixo Rio Jacuí. As espécies arbóreas, arbustivas e lianas (somente quanto à forma de vida foram inventariadas, utilizando-se faixas perpendiculares ao rio, distanciadas por 50 m, as quais apresentaram 10 m de largura e comprimento que variou com a largura da floresta. As faixas foram divididas em unidades amostrais de 10 x 10 m, nos quais foram identificados indivíduos com circunferência a 1,3m (CAP 15 cm, registrados os valores de circunferência e altura. Os dados de densidade por espécie formaram uma matriz (70x42 utilizada na análise multivariada. A presença de agrupamentos de espécies no interior do fragmento foi avaliada pelo TWINSPAN (Two-way indicator species analysis, com base no qual foi constatada a existência de três subformações florestais (S-F1, S-F2 e S-F3. A S-F1 foi caracterizada por ter maior influência das enchentes e lençol freático mais próximo da superfície; a S-F2 ocorreu na parte central do fragmento, mas apresentou forte influência dos extravasamentos causados pelas enchentes; e na S-F3, também na porção central, ocorreu maior influência do lençol freático. As espécies indicadoras das subformações foram: Sebastiania commersoniana e Eugenia uniflora (S-F1; Gymnanthes concolor, Cupania vernalis e Seguieria aculeata (S-F2; e Casearia sylvestris e Allophylus edulis (S-F3. Portanto, em projetos de preservação, conservação e restabelecimento desses ecossistemas, a comunidade florestal não pode ser tratada unicamente como ripária, mas considerando as variações ambientais e, conseq

  7. CRESCIMENTO INICIAL DE EUCALIPTO E ACÁCIA, EM DIFERENTES ARRANJOS DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA

    OpenAIRE

    Oliveira,Fabiana Lopes Ramos de; Cabacinha,Christian Dias; Santos,Leonardo David Tuffi; Barroso,Dalvânia Gomes; Santos Júnior,Antônio dos; Brant,Matheus Caldeira; Sampaio,Regynaldo Arruda

    2015-01-01

    Objetivou-se, neste trabalho, avaliar o crescimento inicial de árvores de eucalipto clonal, híbrido de Eucalyptus grandis x E. urophylla e acácia (Acacia mangium) em fileiras alternadas ou não; em consórcio com forrageiras em ILPF e em monocultivo. O delineamento utilizado foi em blocos completos ao acaso, com quatro repetições, com três arranjos arbóreos constituídos de eucalipto, eucalipto + acácia, acácia, todos na integração lavoura-pecuária-floresta e duas testemunhas em monocultivo (euc...

  8. Produtividade em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta no subtrópico brasileiro

    OpenAIRE

    Silva, Vanderley Porfirio da

    2012-01-01

    Resumo: O crescimento de árvores em meio a cultivos agrícolas e forrageiros traz, intuitivamente, alguns questionamentos sobre a combinação entre componentes tão distintos. O objetivo deste estudo foi avaliar a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) como alternativa para a intensificação sustentável do uso da terra na condição subtropical brasileira. Foram avaliados: o rendimento de grãos e de forrageiras de inverno semeados entre renques arbóreos; o comportamento e impacto do gado em re...

  9. Lamiaceae na Serra Negra, Minas Gerais, Brasil

    OpenAIRE

    Mota, Michelle Christine de Almeida; Pastore, José Floriano Barêa; Marques Neto, Roberto; Harley, Raymond Mervyn; Salimena, Fátima Regina

    2017-01-01

    Resumo A Serra Negra está inserida na área do Complexo da Serra da Mantiqueira, no domínio da Mata Atlântica, com altitudes entre 800 e 1.650 m, com vegetação em mosaico representada, entre outros, por campos rupestres em afloramentos quartzíticos e floresta nebulares. A família Lamiaceae (Labiatae) está representada na Serra Negra por 10 gêneros e 17 espécies: Aegiphila integrifolia, Cantinoa carpinifolia, C. macrotera, C. muricata, Eriope macrostachya, Hoehnea scutellarioides, Hyptidendron ...

  10. Estrutura e armazenamento de água em um Argissolo sob pastagem cultivada, floresta nativa e povoamento de eucalipto no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Eduardo Akiyoshi Sanches Suzuki

    2014-02-01

    Full Text Available Práticas pouco adequadas de manejo têm ocasionado a compactação e a degradação da estrutura do solo. Identificar atributos que melhor representem essas alterações são relevantes na recuperação e na indicação de práticas para evitar danos na estrutura do solo. Objetivou-se avaliar o impacto de diferentes usos em atributos estruturais e hídricos de um Argissolo Vermelho. O estudo foi realizado no município de Butiá, na região fisiográfica da Serra do Sudeste do Estado do Rio Grande do Sul, em um Argissolo Vermelho distrófico. As áreas analisadas corresponderam a: floresta antropizada constituída por espécies arbóreas e arbustivas (Floresta; pastagem com cinco anos de idade, com braquiária brizanta (Brachiaria brizantha consorciada com pensacola (Paspalum lourai e trevo (Trifolium sp. (Pastagem; povoamento de Eucalyptus saligna com 20 anos de idade (Eucalipto 20; e plantio clonal de Eucalyptus saligna conduzido em segunda rotação, com 4,5 anos de idade (Eucalipto 4,5. Avaliaram-se nessas áreas a textura, a condutividade hidráulica, a porosidade, a densidade, o diâmetro médio ponderado de agregados (DMP, a curva de retenção de água, a distribuição do tamanho de poros e o parâmetro S, obtendo-se as seguintes conclusões: até a camada de 0,10 m na Pastagem, e 0,40 m no Eucalipto 4,5, os agregados foram formados pela ação da textura e matéria orgânica e pelo efeito compressivo, decorrente do pisoteio dos bovinos e da colheita do eucalipto. Conforme a profundidade aumentou, ocorreu redução do DMP de agregados, em razão da diminuição da matéria orgânica, e aumento do cascalho, especialmente para as áreas de Pastagem e Eucalipto 4,5, e ao menor efeito da compressão do solo. A textura e a matéria orgânica evidenciaram influência na agregação do solo e, mesmo em pequena proporção, o cascalho reduziu o DMP de agregados, pois sua baixa reatividade e seu maior diâmetro dificultaram a formação de

  11. IMPACTOS AMBIENTAIS ANTRÓPICOS COMO MODIFICADORES DA ESTRUTURA E FUNCIONALIDADE DE FLORESTAS ESTACIONAIS SEMIDECIDUAIS NO TRIÂNGULO MINEIRO, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio de Faria Lopes

    2013-10-01

    Full Text Available O crescente processo de fragmentação das florestas estacionais semideciduais tem exigido o desenvolvimento de metodologias que possibilitem obter informações ecológicas em um curto período para os remanescentes naturais. A partir de uma adaptação da matriz de interação de Leopold, este estudo buscou avaliar a influência dos impactos antrópicos em dez fragmentos de florestas estacionais semideciduais localizados no Triângulo Mineiro. Foram utilizados levantamentos fitossociológicos prévios da comunidade arbórea. Foram avaliadas a intensidade, frequência e espacialidade dos seguintes impactos: lixo urbano, trilhas, acessibilidade, estradas internas, presença de gado e corte seletivo de madeira. Análises de regressão testaram a influência da matriz de impacto nos parâmetros ecológicos de riqueza, densidade, área basal, classes diamétricas e grupos sucessionais dos fragmentos. A matriz de impactos conseguiu classificar os fragmentos quanto à perturbação antrópica e esteve correlacionada com alguns parâmetros ecológicos destes fragmentos. Nos fragmentos mais perturbados foi observada a redução de indivíduos das últimas classes de diâmetro e das espécies secundárias tardias, além do aumento significativo de espécies pioneiras. Os resultados obtidos demonstraram a influência da perturbação na estrutura e funcionalidade das florestas estudadas e, que esta metodologia pode ser eficiente para obter informação sobre o estado de conservação dos remanescentes vegetais da região.

  12. Geotecnologias aplicadas ao estudo de precipita??o e desmatamento na por??o Sul da Amaz?nia

    OpenAIRE

    Seixas, Ian Marins

    2011-01-01

    Na Amaz?nia, os impactos das diversas atividades (extra??o de madeira, minera??o e agropecu?ria) sobre a floresta geram a destrui??o da biodiversidade, a degrada??o dos solos e poss?veis altera??es clim?ticas. A floresta possui uma intensa intera??o com a atmosfera ao fornecer uma grande quantidade de calor e vapor d ?gua contribuindo para a umidade local. Considerando o atual cen?rio de desmatamento no sul da Amaz?nia (Arco do Desmatamento), tem-se como hip?tese que a transforma??o do uso da...

  13. Funcionalidades ambientais de solos altomontanos na Serra da Igreja, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Bergamini Scheer

    2011-08-01

    Full Text Available Apesar de ainda existirem ecossistemas altomontanos no Paraná em excelente estado de conservação, iminentes ameaças antrópicas e a fragilidade desses ambientes têm sido motivos de preocupação. Este trabalho teve os seguintes objetivos: caracterizar solos de área representativa dos campos e florestas altomontanas ocorrentes na Serra da Igreja; apontar quais os possíveis fatores pedológicos que resultam nessas diferentes fitotipias; e caracterizar algumas das suas funcionalidades ambientais (estoque de C e de água. Os principais solos encontrados nos campos foram Organossolos Fólicos fíbricos/sápricos (líticos e típicos e Organossolos Háplicos fíbricos/sápricos (típicos e térricos e, nas florestas altomontanas, Gleissolos Háplicos alíticos típicos. Ambas as classes são de solos distróficos, extremamente ácidos, com alta saturação por Al trocável e altos teores de C orgânico total. A distribuição das florestas altomontanas está fortemente controlada por vales e colos de cumeeiras, os quais estão sujeitos a processos morfogenéticos que resultam em solos com horizontes minerais. Já os campos estão estabelecidos em topos, onde processos pedogenéticos promoveram espessamento de horizontes hísticos, os quais, em função de suas características intrínsecas, aliadas aos fortes ventos, parecem conter com sucesso o avanço da floresta sobre o campo. Os estoques de C por unidade de área nos solos dos campos são superiores aos dos solos das florestas altomontanas, sendo ambos considerados altos quando comparados aos dados de outros ecossistemas, sendo duas a três vezes maiores do que os encontrados em solos de ecossistemas de altitudes mais baixas na mesma latitude. Também foi constatada alta capacidade de retenção hídrica devido à porosidade total verificada nos horizontes hísticos, os quais têm o potencial de reter em média 12 vezes seu volume em água.

  14. Biomass equations for forest regrowth in the eastern Amazon using randomized branch sampling Equações alométricas para estimativa de biomassa de floresta secundária na Amazônia Oriental usando amostragem aleatória de ramos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mark Jonathan Ducey

    2009-01-01

    Full Text Available Forest regrowth occupies an extensive and increasing area in the Amazon basin, but accurate assessment of the impact of regrowth on carbon and nutrient cycles has been hampered by a paucity of available allometric equations. We develop pooled and species-specific equations for total aboveground biomass for a study site in the eastern Amazon that had been abandoned for 15 years. Field work was conducted using randomized branch sampling, a rapid technique that has seen little use in tropical forests. High consistency of sample paths in randomized branch sampling, as measured by the standard error of individual paths (14%, suggests the method may provide substantial efficiencies when compared to traditional procedures. The best fitting equations in this study used the traditional form Y=a×DBHb, where Y is biomass, DBH is diameter at breast height, and a and b are both species-specific parameters. Species-specific equations of the form Y=a(BA×H, where Y is biomass, BA is tree basal area, H is tree height, and a is a species-specific parameter, fit almost as well. Comparison with previously published equations indicated errors from -33% to +29% would have occurred using off-site relationships. We also present equations for stemwood, twigs, and foliage as biomass components.Florestas secundárias ocupam uma área extensa e crescente na bacia Amazônica, porém determinações acuradas do impacto dessas florestas nos ciclos de carbono e nutrientes têm sido dificultadas pelo número reduzido de equações alométricas. Neste estudo, nós desenvolvemos equações em nível de comunidade e espécies individuais para estimar a biomassa total da parte aérea de uma floresta secundária com 15 anos de idade na Amazônia oriental. O trabalho de campo utilizou amostragem aleatória de ramos, que é uma técnica rápida, porém pouco utilizada em florestas tropicais. Baseada no erro padrão da série de segmentos individuais (14%, a consistência da s

  15. Estrutura funcional e conservação de assembleias de peixes de riachos na Amazônia Brasileira

    OpenAIRE

    Leitão, Rafael Pereira

    2015-01-01

    Os ecossistemas da Terra estão enfrentando níveis de perturbações antropogênicas sem precedentes. As florestas tropicais, que sustentam enorme diversidade de espécies, sofrem as mais severas alterações de paisagem na atualidade. Essas florestas abrigam uma elevada proporção de espécies raras, que tendem a ser as primeiras a se extinguir em decorrência dos impactos ambientais. Diante desse cenário, quantificações precisas das respostas bióticas frente às mudanças ambientais torn...

  16. Efluxo de CO2 do solo em floresta de transição Amazônia Cerrado e em área de pastagem Soil efflux CO2 in mature transitional tropical forest Amazônia and pasture area

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osvaldo Borges Pinto-Junior

    2009-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi (a estimar o efluxo de CO2 do solo em uma Floresta de Transição Amazônica Cerrado e em uma área de Pastagem localizadas no norte do Mato Grosso, e (b verificar a influência da umidade e temperatura do solo, e serrapilheira acumulada no efluxo de CO2. As medições foram realizadas com aparelho de absorção de CO2 por infravermelho (EGM/WMA-2 PP System, Hitchin Hertz, UK de maio/2005 a abril/2006. Os valores médios do efluxo de CO2 do solo na Floresta e na área de Pastagem foram de 5,45 e 4,95 µmolm-2s-1, respectivamente. Uma resposta satisfatória do efluxo de CO2 do solo e a serrapilheira acumulada, ocorreu somente na estação seca. Na estação seca o comportamento do efluxo de CO2 do solo foi semelhante na Floresta de Transição Amazônica Cerrado e na área de Pastagem, e na estação úmida os ecossistemas apresentaram comportamentos distintos, e o efluxo de CO2 do solo na área de Pastagem foi superior ao na Floresta de Transição. É essencial que se avalie a influência de outros fatores no efluxo de CO2 em ecossistemas localizados em um mesmo ecótono para a obtenção de novas respostas que contribuíam para esclarecer as dúvidas da emissão de CO2 em nível mundial.The objective of this paper was (a to estimate the CO2 soil efflux in a Mature Transitional Tropical Forest Amazonia and a area of Pasture in the north of the Mato Grosso; (b to analyzer the influence of the soil humidity and temperature, and accumulated litter. The measurements had been carried through with device of CO2 absorption for infra-red ray (EGM/WMA-2 PP System, Hitchin Hertz, UK in may/2005 to april/2006. The average values of the CO2 efflux of the ground in the Forest and the area of 5,45 and 4,94 µmolm-2s-1 Pasture µmolm-2s-1, respectively. In the dry season the behavior of the CO2 efflux of the ground was similar in the Mature Transitional Tropical Forest Amazonian and in the area of Pasture, and in the wet season

  17. Caracterização e análise da fragilidade ambiental da floresta nacional de Passo Fundo (Mato Castelhano, RS)

    OpenAIRE

    Franciele Rosset de Quadros

    2014-01-01

    Considerando a importância da manutenção e continuidade das Unidades de Conservação (UCs) e a adoção de estratégias para a conservação da biodiversidade no contexto da paisagem regional, este estudo propõe a caracterização do ambiente físico associada à determinação da fragilidade ambiental da Floresta Nacional de Passo Fundo (FLONAPF), Mato Castelhano, RS, na perspectiva de identificar mudanças que comprometam a continuidade das funções do zoneamento ambiental estabelecido pelo Plano de Mane...

  18. Diversidade de abelhas (Hymenoptera, Apidae) ao longo de um gradiente latitudinal na Mata Atlântica

    OpenAIRE

    Gonçalves,Rodrigo Barbosa; Brandão,Carlos Roberto Ferreira

    2008-01-01

    A Mata Atlântica é um dos ambientes mais ricos e ameaçados do mundo, o que deveria ter estimulado em muito o estudo e a conservação do Bioma, mas a fauna de Hymenoptera permanece ainda relativamente pouco conhecida. Em especial, a fauna de abelhas da floresta ombrófila densa é pouco estudada em comparação à fauna das áreas abertas brasileiras. O projeto temático "Biodiversidade de Hymenoptera e Isoptera: riqueza e diversidade ao longo de um gradiente latitudinal na Mata Atlântica - a floresta...

  19. Projeção da distribuição diamétrica de uma floresta explorada seletivamente na Amazônia Ocidental Projection of the diameter distribution in a selective logging forest in the western Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sumaia S. Vasconcelos

    2009-03-01

    Full Text Available Utilizando um modelo estocástico, foi projetada a distribuição diamétrica futura de uma floresta submetida à exploração seletiva de madeira na Amazônia Ocidental. Foram utilizados dados de cinco parcelas permanentes localizadas no PC Pedro Peixoto, no Acre. A primeira medição das parcelas ocorreu em 1996, a exploração florestal em 1997 e as re-medições em 1999 e 2001. A principal variável utilizada foi o diâmetro à altura do peito (DAP. A matriz de transição probabilística (Cadeia de Markov foi utilizada para fazer a projeção da distribuição diamétrica do número de árvores sobreviventes nas classes diamétricas. O modelo foi primeiramente testado para fazer a projeção para 2001, tendo como base as observações de 1999 e seu passado imediato (1997. Quando comparadas às projeções feitas para 2001 e as medições de campo (2001, o teste Qui-quadrado mostrou que não houve diferença significativa entre freqüências esperadas e observadas na distribuição diamétrica (p=0,05. A projeção para 2005 indica que a taxa de mortalidade será próxima a de 2001, e se repetida a taxa de recrutamento em 2005 o total de árvores será maior que o observado em 2001. Esse comportamento da floresta indica que não existe um padrão definido para a dinâmica nas classes diamétricas em termos de mortalidade ou crescimento, apresentando um comportamento aleatório ou probabilístico, justificando a eficiência da Cadeia de Markov para projetar a dinâmica da floresta estudada, podendo auxiliar na determinação do ciclo de corte ou mostrando as tendências que a floresta de hoje apresentará em um futuro próximo.The diameter distribution of an experimental forest stand in the Western Amazon was projected using a stochastic model after selective logging. The study was developed using data from five permanent plots located in the colonization project Pedro Peixoto, in the state of Acre. Initial measurements of diameter at breast

  20. Estrutura de taxocenose de lagartos em um fragmento de floresta atlântica no nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Laranjeiras, Daniel Orsi

    2012-01-01

    Foi investigada a contribuição dos fatores ecológicos e históricos, na determinação dos padrões de estruturação da taxocenose de lagartos de um fragmento de floresta atlântica, analisando parâmetros de utilização do espaço, composição da dieta e morfometria das espécies. A coleta dos lagartos foi realizada através da utilização de armadilhas e de procura visual ativa. Foram registradas 16 espécies pertencentes a 8 famílias. A análise de componentes principais revelou um agrupamento no espaço ...

  1. Fatores ecológicos determinantes na ocorrência de Araucaria angustifolia e Podocarpus lambertii, na Floresta Ombrófila Mista da FLONA de São Francisco de Paula, RS, Brasil Ecological factors that determine the occurrence of Araucaria angustifolia and Podocarpus lambertii in Mixed Ombrophylous Forest at São Francisco de Paula's FLONA, RS, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2010-02-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado na Floresta Nacional (FLONA de São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul. Teve como objetivo determinar, via análise de regressão logística, os fatores ambientais que influenciam a ocorrência das espécies Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze e Podocarpus lambertii Klotzsch ex Endl. em uma área de Floresta Ombrófila Mista na FLONA de São Francisco de Paula. Para o estudo, foram avaliados os indivíduos com cap=30cm, em 1.000 subunidades amostrais de 10 x 10m, demarcadas em 10 conglomerados permanentes de 1ha (100 x 100m previamente instalados na floresta. Em cada subunidade amostral, foram avaliados os fatores passíveis de influenciar a ocorrência das espécies, como os fatores relativos ao habitat: físicos do solo (profundidade, presença de afloramentos rochosos e umidade, exposição à luz e inclinação do terreno; e os fatores relativos à concorrência: área basal, densidade do sub-bosque e frequência de indivíduos. Pelos resultados obtidos, foi possível concluir que a Araucaria angustifolia ocorre em locais com solos profundos, expostos para o norte e com baixa frequência de indivíduos. Por outro lado, Podocarpus lambertii prefere locais não pedregosos, pouco inclinados, com exposição sul, relativamente úmidos, com alta frequência de indivíduos e alta densidade do sub-bosque.The present research was accomplished at São Francisco de Paula's National Forest (FLONA, in Rio Grande do Sul. The objective was to determine, through logistics regression analysis, the environmental and competition factors that could influence on the occurrence of Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze and Podocarpus lambertii former Klotzsch Endl. species in Mixed ombrophylous forest. For the study, the individuals with cap=30cm had been evaluated, in 1000 samples of 10 x 10m, demarcated in ten permanent conglomerate of 1ha (100 x 100m previously installed in the forest. In each sample the factors that

  2. ANÁLISE FLORÍSTICA E ESTRUTURAL DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA MONTANA, SITUADO EM CRIÚVA, RS - BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Marques Rondon Neto

    2001-10-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo conhecer e analisar a composição florística e descrever a estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizado no município de Criúva, RS. Em oito parcelas de 10 x 100 m foram inventariados 673 indivíduos com DAP  5 cm, distribuídos em 37 espécies, pertencentes a 32 gêneros e 22 famílias. O valor do índice de diversidade de Shannon foi de 2,768. As famílias que apresentaram maior número de indivíduos amostrados são: Araucariaceae, Myrsinaceae, Euphorbiaceae, Anacardiaceae e Rutaceae. O dossel dessa floresta é dominado pela Araucaria angustifolia e o sub-bosque por espécies das famílias Lauraceae e Myrtaceae. A densidade total encontrada foi de 841,25 indivíduos/ha, com DAP médio de 24,01 cm e altura média de 9,34 m. As cinco espécies que tiveram os maiores valores de importância, em ordem decrescente, foram: Araucaria angustifolia, Sebastiania commersoniana, Lithraea brasiliensis, Zanthoxylum rhoifolium e Myrcia sp.. O fragmento apresenta uma considerável diversidade florística de espécies, apesar das perturbações sofridas no passado. Para que a vegetação atinja as características florísticas e estruturais próximas às da vegetação original é preciso evitar a presença de bovinos e eqüinos na área e explorações da floresta.

  3. Natureza e cultura na paisagem amazônica: uma experiência fotográfica com ressonâncias na cosmologia ameríndia e na ecologia histórica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrick Pardini

    Full Text Available Enquanto experiência artística, o projeto fotográfico "Arborescência - fisionomia do vegetal na paisagem amazônica" proporciona ao autor uma série de descobertas: a paisagem como entrelaçamento de Natureza e Cultura (a presença indireta do homem; o face a face com 'sujeitos vegetais'; as relações de continuidade, indiferenciação e equivalência entre o 'natural' (heterogêneo, espontâneo, nativo, rural e o 'cultural' (homogêneo, cultivado, exótico, urbano na experiência da paisagem vegetal; a arborescência como "imagem cósmica" (Gaston Bachelard, onde o alto (céu, luz, galhos, água celeste e o baixo (terra, sombra, raízes, água terrestre são pólos equivalentes e reversíveis. Tal experiência encontra ressonâncias na eco-cosmologia das sociedades da floresta amazônica. A cosmologia ameríndia é uma "ecologia simbólica" (Philippe Descola, pois elabora "uma complexa dinâmica de trocas e transformações entre sujeitos humanos e não humanos, visíveis e invisíveis" (Bruce Albert; a ecologia ameríndia é uma "cosmologia posta em prática" (Kaj Århem, na qual animais caçados e plantas cultivadas são 'parentes' que é preciso seduzir ou coagir. Tal modelo constitui uma forma de "socialização da natureza" (Descola, de "humanização da floresta" (Evaristo Eduardo de Miranda e de "antropização indireta" dos ecossistemas amazônicos (Descola, geradora de "matas culturais" (William Balée.

  4. Interceptação das chuvas em um fragmento de floresta da Mata Atlântica na Bacia do Prata, Recife, PE Rainfall interception in an Atlantic Forest fragment in the Prata Basin, Recife, PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Albert Einstein Spindola Saraiva de Moura

    2009-06-01

    Full Text Available A mata de Dois Irmãos é uma das poucas áreas remanescentes da Floresta Atlântica no Estado de Pernambuco. Nela estão inseridos os açudes do Meio, do Prata e Dois Irmãos que compõem a bacia hidrográfica do Prata. Este trabalho teve como objetivo estudar a partição das chuvas em um fragmento de Floresta Atlântica na Bacia do Prata em Recife, PE. Para obtenção dos dados de precipitação sob florestas, foram instalados 24 interceptômetros e selecionadas 20 árvores do estrato superior, e 10 árvores do sub-bosque foram escolhidas para obter os dados de escoamento pelo tronco. Encontraram-se perdas por interceptação de 208,3 mm, precipitação efetiva de 1.431,7 mm, precipitação interna de 1.392,4 mm, escoamento pelo tronco das árvores do estrato superior de 6,6 mm e escoamento pelo sub-bosque de 32,8 mm, correspondendo a 12,7%, 87,3%, 84,9%, 0,4% e 2%, respectivamente, do total precipitado de 1.464 mm.The Dois Irmãos forest is one of the few remaining areas of the Atlantic Forest in the State of Pernambuco. The dams of Meio, Prata and Dois Irmãos, which belong to the Prata Basin, are in it. The objective of this work was to study the rainfall partitioning in a fragment of the Atlantic forest in the Prata basin, in Recife, PE. 24 raingouges were installed in the interior of the forest to measure the throughfall and 20 trees of superior extract and 10 of the sub-forest were selected to determine the stemflow. The results showed values of loss interception of 208,3 mm, net precipitation of 1431,7 mm, throughfall of 1392,4 mm, stemflow by superior stratum of 6,6 mm and stemflow by sub-forest of 32,8 mm, corresponding to 12,7%, 87,3%, 84,9%, 0,4% and 2%, respectively.

  5. Efeito da colheita seletiva de madeira sobre algumas características físicas de um latossolo amarelo sob floresta na Amazônia Central Effect of selective logging on some physical characteristics of a yellow latosol under rainforest in Central Amazonia State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walane Maria Pereira de Mello-Ivo

    2006-10-01

    Full Text Available A colheita seletiva de madeira pode vir a ser uma forma sustentável de uso da terra para ecossistemas florestais da Amazônia, uma vez que permite a manutenção de parte considerável da biomassa florestal, diminuindo, assim, a perturbação nas áreas exploradas. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito da exploração seletiva de madeira sobre as características físicas de um Latossolo Amarelo. A área de estudo localiza-se a cerca de 80 km ao norte de Manaus e a vegetação é do tipo Floresta Ombrófila Densa. O número de árvores retiradas com um trator de esteiras D6, por arraste, em 1993, variou de sete a dez árvores/ha (DAP > 55 cm. O delineamento experimental foi do tipo blocos ao acaso, com três repetições. Seis tratamentos foram avaliados, equivalendo às seguintes classes de perturbação identificadas na área: trilha de trator, centro de clareira, borda da clareira/floresta, borda da floresta/clareira, floresta remanescente e floresta-controle. A colheita seletiva de madeira provocou modificações nas características físicas do solo, principalmente nas trilhas de trator, e representou, em média, 13,8 % da área total explorada. Os valores de densidade do solo e resistência à penetração foram maiores para o solo sob estas áreas, enquanto a macroporosidade e o volume de água disponível para as plantas apresentaram-se menores do que nas demais classes de perturbação. Estas classes foram menos afetadas, não se estabelecendo diferenças significativas para as características físicas do solo entre estas e a floresta-controle, indicando, assim, a colheita seletiva como uma prática de menor impacto para o solo dos ecossistemas florestais da Amazônia.Selective logging may become a form of sustainable use of Amazon forest ecosystems since most part of the forest biomass is maintained and the impacts on the exploited area are lower than in comparison to those under other land uses. The

  6. Fauna de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae em fragmentos de floresta ao redor de conjuntos habitacionais na cidade de Manaus, Amazonas, Brasil. I. Estratificação Vertical Sand flies fauna (Diptera: Psychodidae in forest fragments around housing complexes in the Manaus municipality, state of Amazonas, Brazil. I. Vertical Stratification

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlisson Augusto Costa Feitosa

    2006-12-01

    Full Text Available No período de janeiro a agosto de 1999 foram realizadas coletas de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae em duas áreas de floresta residual (Estrada do Turismo e Cidade de Deus, na periferia da cidade de Manaus (AM, tendo o objetivo de verificar as espécies e a estratificação vertical. Foram utilizadas armadilhas luminosas tipo CDC, colocadas nos fragmentos de florestas a um e dez metros de altura. Foram capturados 7.516 flebotomíneos distribuídos em 45 espécies; 4.836 espécimes, de 36 espécies, na estrada de Turismo e 2.680 exemplares, de 40 espécies, na Cidade de Deus. Predominaram na Estrada do Turismo Lutzomyia umbratilis e L. ubiquitalis e na Cidade de Deus, L. umbratilis e L. anduzei. A presença de algumas espécies, apenas em certas áreas, indica a adaptabilidade destes flebotomíneos em áreas sobre ação antrópica.Between January and August of 1999, a study was carried out on the phlebotomine (Diptera: Psychodidae sand flies occurrence in two areas of residual forest (Estrada do Turismo and Cidade de Deus, in the periphery of Manaus, AM. The objective of this study was to verify the Phlebotominae sand fly fauna and vertical stratification. CDC light traps were placed in the forests, one to ten meters in height. A total of 7.516 sand flies, distributed in 45 species, were captured: 4.836 specimens of 36 species in the Estrada do Turismo and 2.680 individuals of 40 species in the Cidade de Deus.Predominant in the Estrada do Turismo were the species Lutzomyia umbratilis and L. ubiquitalis were as L. umbratilis and L. anduzei prevailed in the Cidade de Deus. Different Phlebotominae sand fly species in certain areas, showed an adaptation of these sand flies to areas of human activity.

  7. Biomass from the Brazilian raining forest; Biomassa das florestas amazonicas brasileiras

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Fearnside, Philip M [Instituto Nacional de Pesquisas da Amazonia (INPA), Manaus, AM (Brazil)

    1994-12-31

    This work summarizes the existing knowledge about biomass in the Brazilian area of the Amazon jungle and presents a calculation for the average total biomass in virgin forests. The results are presented. The results are higher than those presently accepted. The reasons for the discrepancy in the calculated and presently used value are presented and discussed 64 refs., 8 tabs.

  8. Fluxos de calor no dossel vegetativo e infiltração de água no solo, em floresta tropical Heat fluxes in the vegetative canopy and water infiltration in tropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa de A. Dantas

    2011-12-01

    Full Text Available Este estudo analisou as variações sazonais e anuais dos fluxos de calor sensível e latente, armazenados pelo dossel vegetativo de floresta tropical úmida, bem como a taxa de infiltração de água no solo em duas parcelas experimentais, uma com exclusáo de chuva e outra submetida às condições reais de precipitação pluvial. Os dados aqui usados foram obtidos do projeto ''Estudo da Seca da Floresta (ESECAFLOR, subprojeto do Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA, conduzido na reserva florestal de terra firme em Caxiuaná, PA. Os dados de temperatura e umidade relativa do ar foram coletados no perfil da floresta amazônica, em intervalos de 8 m, deSd e a superfície até 32 m, durante o ano de 2008, em intervalos horários, para se determinar os fluxos de calor sensível e latente armazenados nos período chuvoso (fevereiro, março e abril e menos chuvoso (setembro, outubro e novembro. Os resultados indicaram que o fluxo de calor sensível armazenado no dossel da floresta no ano de 2008, foi 167,93 W m-2 e o fluxo de calor latente armazenado foi de 5184,38 W m-2. A taxa de infiltração de água do solo na floresta foi reduzida drasticamente nos primeiros minutos do início do experimento, independentemente das condições de umidade do solo e, em seguida, ela apresentou comportamento quase constante ao longo do tempo.This study assessed the seasonal and annual variations in both sensible and latent heat storage fluxes in the canopy air-space of tropical rainforest, as well as the infiltration rate in soil in two experimental plots one with exclusion of rainfall and other under actual rainfall. The data used in this study were obtained during the ''Long-term drought impact on water and carbon dioxide fluxes in Amazonian Tropical Rainforest Experiment'' (ESECAFLOR which is subproject of Large Scale Biosphere Atmosphere Experiment in Amazon forest (LBA, carried out in Caxiuaná National Forest, Pará, Brazil

  9. Equações de volume e de taper para quantificar multiprodutos da madeira em Floresta Atlântica Volume and taper equations for wood multiproducts quantification in Floresta Atlantica-Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Franklin Chichorro

    2003-12-01

    Full Text Available Este estudo foi conduzido com o objetivo de ajustar uma equação de volume, a partir do modelo logaritmizado de Schumacher & Hall (1933, para estimar o volume comercial, e uma equação de afilamento (taper, a partir do modelo de Demaerschalk (1972, para estimar a quantidade de multiprodutos de madeira de espécies da Floresta Atlântica. Os dados foram coletados na Gleba C da Floresta Nacional do Rio Preto - IBAMA, no município de Conceição da Barra-ES. Foram mensuradas 165 árvores em pé, subdivididas em dez classes de diâmetro, com qualidade de fuste QF1 e pertencentes às espécies com maior VI e, ou, espécies de valor comercial. Essas árvores reuniram 62 espécies e 38 famílias. A equação de volume ajustou-se bem aos dados, com 2 igual a 0,9815 e resíduos normalmente distribuídos. A equação de taper também ajustou-se bem aos dados, com 2 igual a 0,9346 e distribuição gráfica dos resíduos normal. Pelo teste F (Graybill, 1976, constatou-se que houve igualdade entre os diâmetros observados e os diâmetros estimados pela equação de taper. A partir de transformações algébricas da equação de taper, foram estimados a altura para um determinado diâmetro superior d e o volume do tronco ou de parte dele. Em seguida, podem ser estimados o número de toras e o respectivo volume, em função do comprimento da tora, do diâmetro superior d mínimo e do uso desejado, o que permite avaliar a árvore em pé.This study was carried out to estimate a volume equation from a logarithmic model of Schumacher & Hall (1933 for comercial volume determination and a taper equation from the model of Demaerschalk (1972, to estimate wood multiproducts yield in Floresta Atlântica. Data were collected in Gleba C (C Glebe, with 289.5 hectares, owned by Floresta Nacional do Rio Preto (Rio Preto National Forest, under the administration of IBAMA, located in Conceição da Barra - Espírito Santo, Brazil. A total of 165 standing trees were measured

  10. Multiple use forest management: an alternative to the extinction of the Araucaria Forest? Manejo florestal de uso múltiplo: uma alternativa contra a extinção com Floresta com Araucária?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Augusta Doetzer Rosot

    2010-06-01

    Full Text Available This paper advocates the adoption of forest management methods that are consistent with the
    principles of sustainable development and respectful of multiple forest use as a means to efficiently revert the
    fragmentation process of the Mixed Ombrophylous Forest (FOM or Araucaria Forest. The problems related to this endangered forest type are discussed within the context of progressive land use changes observed in its
    region of natural occurrence. Some concepts of forest management are presented, as well as the new approaches related to the paradigm of sustainability and the focus on other benefits provided by the forest, besides wood products solely. It is also discussed the present trend observed in society, which favors preservation policies, and the obstacles for adopting forest management practices in the FOM. The reasons for the inexpressive role played by the forest component in the incomes of small and medium landowners are analyzed and the rural poverty is considered a determinant factor. The management of the Araucaria Forest based on regulation methods
    is proposed as a means of enhancing forest conditions in what concerns its structure, species composition and
    reproductive capabilities, besides achieving sustainable yields of timber and non-timber products. The main
    characteristics of the use of the selection method are described.O artigo defende a adoção do manejo florestal de uso múltiplo como forma eficaz de reverter a
    tendência de fragmentação e degradação da Floresta Ombrófila Mista (FOM ou Floresta de Araucária, considerada em perigo de extinção pela gradual conversão de uso do solo na sua região de ocorrência natural. Apresenta-se a evolução do conceito de manejo florestal com as mudanças de paradigma observadas na sociedade, como a sustentabilidade e o enfoque sobre múltiplos bens e serviços produzidos pela floresta, além dos madeireiros. São discutidas as tendências da

  11. ESCOAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA PELO TRONCO DAS ÁRVORES EM UMA FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Simões Lorenzon

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMOEste trabalho foi desenvolvido na Estação de Pesquisas, Treinamento e Educação Ambiental Mata do Paraíso, situada no Município de Viçosa, na Zona da Mata de Minas Gerais, Brasil, e teve como objetivo avaliar o escoamento pelo tronco em um fragmento de Mata Atlântica, no período de agosto de 2009 a março de 2011. Para quantificar esse escoamento, foram demarcadas seis parcelas de 10 x 10 m, sendo em cada parcela adaptados coletores à base de poliuretano nos troncos das árvores com circunferência 15,0 cm. Um pluviômetro foi instalado em local aberto para quantificar a água diretamente da chuva. Além disso, realizou-se uma análise qualitativa dos indivíduos do escoamento pelo troco, avaliando a qualidade do fuste e da copa, posição no estrato da floresta e infestação de cipó. Em todo o período de análises, foram realizadas 75 medições. Nas parcelas de escoamento pelo tronco foram amostrados 126 indivíduos, distribuídos em 29 famílias e 59 espécies. A precipitação em aberto foi de 2.391,63 mm, e o escoamento pelo tronco somou 31,59 mm, ou 1,32% da precipitação em aberto. A espécie com maior escoamento pelo tronco foi a Euterpe edulis, com um volume médio de água escoado de 637,00 L. Das espécies com maior escoamento pelo tronco, 73,91% encontravam-se no estrato inferior da floresta, evidenciando que algumas espécies possuem algum tipo de adaptação morfológica para captação da água da chuva.

  12. Caracterização fisiológica e conservação de sementes de oito fruteiras nativas do bioma floresta com araucária

    OpenAIRE

    Pirola, Kelli

    2013-01-01

    As fruteiras nativas brasileiras mesmo apresentando potencial de uso na agricultura, têm sido pouco exploradas comercialmente. Neste sentido, devem-se estimular estudos que permitam fomentar futuros programas de melhoramento e tecnologias para sua produção. O objetivo deste trabalho foi estudar o comportamento fisiológico de sementes de fruteiras do Bioma Floresta com Araucária, bem como, testar métodos para conservação das mesmas. O trabalho foi conduzido no Laboratório de Fisiologia Vegetal...

  13. Avaliação da postura de trabalhadores nas atividades de plantio e adubação em florestas plantadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaine Vosniak

    2011-10-01

    Full Text Available Objetivou-se, com este trabalho, realizar uma avaliação das posturas adotadas pelos trabalhadores, nas atividades de plantio e adubação, em florestas plantadas, na região do Norte Pioneiro, Estado do Paraná. A avaliação das posturas foi realizada por meio de fotografias, filmagens e análise das cargas manuseadas pelos trabalhadores, sendo os dados, submetidos à análise no programa "Winowas" de análises de posturas. A população estudada foi composta por 13 trabalhadores, sendo seis no plantio e sete na adubação. Os resultados da atividade geral de plantio indicaram que as posturas adotadas foram prejudiciais à saúde dos trabalhadores e classificadas na Categoria 3, necessitando-se da adoção de melhorias com relação à ergonomia. Na atividade de adubação, as posturas foram classificadas na Categoria 1 e 3, sendo necessária a adoção de melhorias, com relação à ergonomia, em curto prazo. Em ambas as atividades, os trabalhadores permaneceram, a maior parte da jornada de trabalho, com as costas curvadas e manuseando cargas acima do limite estabelecido, situação prejudicial à saúde.

  14. Composição florística e a conservação de floresta secundárias na serra da Cantareira, São Paulo, Brasil. Floristic composition and conservation of old secondary Forest in the serra Cantareira in São Paulo, South-Eastern Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frederico Alexandre Roccia Dal Pozzo ARZOLLA

    2011-06-01

    Full Text Available Florestas secundárias estão seriamente ameaçadas pela expansão urbana na região metropolitana. Alguns remanescentes são protegidos, principalmente em parques estaduais e municipais, mas a maioria dessas florestas está sob risco de supressão pela contínua expansão de áreas urbanas. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a composição florística do componente arbóreo de trecho de floresta, em estágio médio a avançado de regeneração no Parque Estadual da Cantareira, São Paulo (SP. Foram realizadas caminhadas nos traçados antigo e novo da Linha de Transmissão Guarulhos–Anhanguera, num total aproximado de 11 km de extensão. A amostragem foi realizada no período de 2006 a 2010. No levantamento florístico, foram identificadas 179 espécies, pertencentes a 54 famílias e 127 gêneros. As famílias com maior riqueza de espécies foram Fabaceae (19 espécies, Myrtaceae (18, Lauraceae (16 e Rubiaceae (15 e os gêneros mais ricos, Ocotea e Myrcia (6, Eugenia (5 e Maytenus, Mollinedia e Nectandra com quatro espécies cada. Foram registradas dez espécies consideradas ameaçadas de extinção, sendo quatro espécies na lista de São Paulo e seis na lista da IUCN. Uma delas, Mollinedia oligotricha, é considerada presumivelmente extinta. A similaridade florística encontrada com outros remanescentes florestais da Região Metropolitana de São Paulo e arredores variou entre 11% a 38%. Florestas secundárias apresentam uma considerável riqueza de espécies, incluindo espécies ameaçadas de extinção. Foram discutidas as pressões incidentes sobre esses remanescentes florestais, bem como possíveis estratégias para a sua conservação.Secondary forests are seriously threatened by urban expansion in the metropolitan region of São Paulo. Some remnants are protected, mainly in state or municipal parks, but most of these forests are in immanent danger of being destroyed by the continual expansion of urban areas. The aim of this

  15. Estrutura e classificação de um remanescente de floresta ripária no município de Lages, SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Rosalvo Terra Nascimento

    2011-06-01

    Full Text Available Este estudo objetiva descrever a diversidade e investigar aspectos da classificação de um remanescente de floresta ripária na região de Lages, estado de Santa Catarina. Usando o método de parcelas foram alocadas vinte e cinco unidades amostrais ao longo do curso de água, sendo mensuradas todas as espécies arbóreas com diâmetro à altura do peito (DAP maior ou igual a 5 cm. A comunidade apresentou um dossel multiestratificado com espécies emergentes de grande porte e uma riqueza de 67 espécies arbóreas. A distribuição em diâmetro evidenciou uma comunidade autoregenerativa, com um grande número de indivíduos de pequenos diâmetros, os quais juntamente com as árvores de grande porte, somaram altos valores de área basal e densidade por hectare. A classificação separou os trechos mais desenvolvidos com maior área basal e complexidade com a presença de Cabralea canjerana e Myrcia hatschbachii dos trechos mais instáveis e com presença das espécies mais generalistas Celtis iguanaea e Ilex brevicuspis, denotando uma grande variabilidade ambiental nesse tipo de floresta.

  16. Bacteria diversity and microbial biomass in forest, pasture and fallow soils in the southwestern Amazon basin Diversidade de bacteria e biomassa microbiana em solos sob floresta, pastagem e capoeira no sudoeste da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Cenciani

    2009-08-01

    tropical amazônica supostamente abrigam elevada biodiversidade microbiana. Entretanto, as ações antrópicas de corte e queima, especialmente para o estabelecimento de pastagens, induzem mudanças profundas nos ciclos biogeoquímicos. Após alguns anos de uso, a produtividade da gramínea declina, a pastagem é abandonada, tornando-se uma vegetação secundária, denominada "capoeira" ou pousio. O objetivo deste trabalho foi avaliar como o desmatamento da floresta amazônica para o estabelecimento de pastagem altera: a diversidade do domínio Bacteria avaliada por PCR-DGGE; a biomassa microbiana e alguns atributos químicos do solo (pH, umidade, P, K, Ca, Mg, Al, H + Al e SB; e a influência de variáveis ambientais na estrutura genética de comunidades bacterianas. A pastagem continha entre 30 e 42 % mais carbono total (C do que a capoeira e aproximadamente 47 % mais C do que a floresta ao longo do ano. O mesmo padrão foi observado para o nitrogênio total (N. A biomassa microbiana na pastagem foi 38 e 26 % maior do que nas áreas de capoeira e floresta, respectivamente, durante a estação chuvosa. O padrão de bandas em DGGE revelou menor número de bandas por área na estação seca, porém as diferenças na estrutura de comunidades bacterianas entre as áreas de estudo foram mais bem definidas do que na estação chuvosa. O perfil de bandas encontrado na floresta esteve mais associado ao teor de Al e às taxas Cmic:Ctot e Nmic:Ntot. Em relação às áreas de pastagem e capoeira, a estrutura do domínio Bacteria esteve mais associada a pH, soma de bases, umidade, C e N totais e à biomassa microbiana. De modo geral, a biomassa microbiana em solos é influenciada pelos teores de C e N totais, os quais estiveram associados ao domínio Bacteria, visto que a comunidade bacteriana é uma fração componente e ativa da biomassa microbiana. Os resultados indicam que a composição genética das comunidades microbianas dos solos da Amazônia mudou ao longo da sequ

  17. Composição florística de uma floresta estacional semidecidual montana no município de Viçosa-MG Floristic composition of a montane seasonal semideciduous tropical forest in Viçosa, MG, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Augusto Alves Meira-Neto

    2002-08-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi investigar a composição florística arbórea da Mata da Silvicultura (20º45'S e 42º55'W, município de Viçosa, Zona da Mata de Minas Gerais, com o intuito de avaliar sua similaridade com outras florestas. Para comparação florística foi utilizada a análise de agrupamentos pelo método de médias aritméticas não-ponderadas (UPGMA, a partir dos índices binários de similaridade de Sørensen entre as florestas comparadas. Foram relacionadas 154 espécies de 47 famílias botânicas para a Mata da Silvicultura. Esta mata mostrou-se mais similar às florestas semideciduais de altitude de Lavras (MG e de Atibaia (SP e menos similar às florestas submontanas e litorâneas. Estes resultados evidenciam uma importante influência das temperaturas na determinação do tipo florístico das florestas do Sudeste e Sul brasileiros.This study aims to investigate the floristic composition of the Silvicultura forest (20º45`S and 42º55´W by comparing it to other forest compositions. Thus, the cluster analysis method of unweighted pair-group using arithmetic averages (UPGMA was used, applying the Sørensen binary similarity index found among compared forests. A list of 154 species of 47 families was recorded. The Silvicultura forest is more similar to the montane semideciduous forests of Lavras and Atibaia, but less similar to submontane and coastal forests. These results show that temperature plays an important role in the floristic differentiation of the southern and southeastern Brazilian forest types.

  18. ASPECTOS DA VARIAÇÃO AMBIENTAL EM UMA FLORESTA DE GALERIA EM ITUTINGA, MG, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavio Antonio Maës dos Santos

    2003-09-01

    Full Text Available Foi caracterizada a heterogeneidade ambiental em uma área de floresta de galeria (7,55 ha, em Itutinga, MG, Brasil, pelas variações das propriedades químicas e físicas do solo, da topografia e da abertura de dossel. As propriedades do solo e a topografia foram estudadas em 28 parcelas de 10 x 30 m utilizadas em um levantamento da comunidade arbóreo-arbustiva da área. Para a abertura do dossel utilizaram-se duas transecções de 50 m de largura, compostas por parcelas contíguas de 10 x 10 m, cruzando a floresta de lado a lado, perpendicularmente ao curso d’água. Fotos hemisféricas foram tomadas sobre estacas alternadas das extremidades das parcelas. Os dados de solo e topografia foram analisados por meio de uma PCA (Análise dos Componentes Principais e a abertura do dossel mediante gráficos de tendência e regressão linear. A variação mais importante em termos de solos e abertura do dossel se deu no sentido do distanciamento da borda da floresta e aproximação do curso d’água. Nesse sentido, a abertura do dossel diminuiu (b = -0,096; R2 = 0,34 e a umidade e acidez do solo aumentaram (Eixo 1 do PCA, autovalor = 9,713. Os maiores valores da abertura do dossel próximo à borda foram explicados pela entrada de luz lateral através da borda da floresta com o campo limpo circundante.

  19. A 15-year post evaluation of the fire effects on ant community in an area of Amazonian forest Uma avaliação após 15 anos do efeito do fogo sobre a comunidade de formiga em uma área de floresta amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean C. Santos

    2008-01-01

    Full Text Available Fire represents an important disturbance to ant communities in areas of fire regime. Otherwise, little is known about the effects of fire on ant communities in areas of non-fire regimes, such as in the Amazonian region. We evaluated the long-term effect of fire on ant species richness in a rain forest (Bacaba Plateau burned 15-years ago and compare our data with the data of primary unburned forest. A total of 85 ant species distributed in 21 genera and 14 tribes were collected; among them, 72 and 44 species were found on the litter and vegetation, respectively. The fire damaged forest studied supports an intermediate richness of ants when compared to a primary unburned rain forest in the same region. A comparative analysis of ant species richness showed that the Bacaba Plateau presented a different ant fauna when compared with the primary unburned forests, suggesting that fire can alter ant species composition. Although, our results cannot be conclusive on the effects of fire on ant community, they represent a pioneer data on human induced fire in tropical rain forests.O fogo representa uma importante perturbação para a comunidade de formigas em áreas de regime de fogo. No entanto, pouco se conhece sobre os efeitos do fogo na comunidade de formiga em áreas de não-regime, tal como a região da Amazônia. Nós analisamos o efeito de longo prazo do fogo sobre a riqueza de formiga numa floresta tropical queimada 15 anos atrás e comparamos nossos dados, com os de uma floresta primária não-queimada. Foram coletadas um total de 85 espécies de formigas distribuídas em 21 gêneros e 14 tribos, dentre eles 72 e 44 espécies foram encontradas na liteira e vegetação, respectivamente. Esta área de floresta queimada, com 85 espécies, pode suportar uma riqueza intermédia de formigas quando comparadas com uma floresta tropical primária não-queimada, com 29, 22 e 98 espécies na mesma região. Uma análise comparativa da riqueza de espécies de

  20. Análise florística e estrutural de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, situado em Criúva, RS - Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Marques Rondon Neto

    2010-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo conhecer e analisar a composição florística e descrever a estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizado no município de Criúva, RS. Em oito parcelas de 10 x 100 m foram inventariados 673 indivíduos com DAP  5 cm, distribuídos em 37 espécies, pertencentes a 32 gêneros e 22 famílias. O valor do índice de diversidade de Shannon foi de 2,768. As famílias que apresentaram maior número de indivíduos amostrados são: Araucariaceae, Myrsinaceae, Euphorbiaceae, Anacardiaceae e Rutaceae. O dossel dessa floresta é dominado pela Araucaria angustifolia e o sub-bosque por espécies das famílias Lauraceae e Myrtaceae. A densidade total encontrada foi de 841,25 indivíduos/ha, com DAP médio de 24,01 cm e altura média de 9,34 m. As cinco espécies que tiveram os maiores valores de importância, em ordem decrescente, foram: Araucaria angustifolia, Sebastiania commersoniana, Lithraea brasiliensis, Zanthoxylum rhoifolium e Myrcia sp.. O fragmento apresenta uma considerável diversidade florística de espécies, apesar das perturbações sofridas no passado. Para que a vegetação atinja as características florísticas e estruturais próximas às da vegetação original é preciso evitar a presença de bovinos e eqüinos na área e explorações da floresta.

  1. RECEITA/CUSTO DA ATIVIDADE DE EXPLORAÇÃO FLORESTAL EM UM PLANO DE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL NA AMAZÔNIA – ESTUDO DE CASO

    OpenAIRE

    Bona, Diego Antonio Ottonelli de; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Silva, Diego Armando Silva da; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Pinheiro, Leonardo Luis; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Silva, Evandro Ferreira da; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Chichorro, José Franklim; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Basso, Mateus; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

    2015-01-01

    A Floresta Amazônica devido a sua grande importância econômica e ecológica ganhou destaque mundial, dessa forma o manejo florestal sustentável tornou-se foco na comunidade cientifica, visando o desenvolvimento econômico, social e ambiental. A análise da viabilidade econômica do manejo florestal é uma importante ferramenta, que visa determinar o lucro do manejo florestal sobre o recurso floresta, para produção de madeira sob técnicas de manejo florestal sustentável. Assim, o objetivo do estudo...

  2. Conhecimento e utilização da floresta pelos índios Waimiri-Atroari do Rio Camanau - Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robert P Miller

    1989-01-01

    Full Text Available Os índios Waimiri Atroari têm hábitos e costumes bastantes intactos e retiram da floresta, roça e rio os materiais necessários para a alimentação, utensílios e moradia. Este trabalho objetivou fazer um levantamento preliminar do conheciamento e utilização da floresta pelos índios. Foram inventariados todas as árvores com DAP > 6cm em cinco parcelas de 10 x 20m, localizadas 0,5km da aldeia, ao longo de um transecto abrangendo um gradiente de terra firme - baixio. Foram coletadas amostras para herbário e anotadas informações sobre uso e nome indígena. Em 0.1 hectare foram encontradas 135 árvores de 60 espécies, sendo as famílias mais comuns: Lecythidaceae, Leguminosae sensu latu, Burseraceae, Bombacaceae e Lauraceae. Noventa e cinco por cento dessas espécies eram identificadas com um nome específico na língua Waimiri Atroari e as demais receberam um nome genérico ("wiwe ' que quer dizer árvore. De uma amostra de 34 espécies sessenta e cinco por cento tinham algum uso específico. Estes dados demonstram um alto grau de conhecimento e utilização da floresta pelos Waimiri Atroari.The Waimiri Atroari retain much of their original culture and take from the forest, river, and plantations their food and most of the materials necessary fpr construction, craft, and medicines. This study attempted to quantify their knowledge and use of forest. Five quadrats of 10 x 20m (total = 0,1 hectare were located along a transition from "terra firme" (upland to "baixio" (stream valley. Herbarium specimens were collected from trees above 6cm DBH, and Indian names and uses were recorded. In 0,1 hectare, 135 trees belonging to 60 species were found. Lecythidaceae, Leguminosae (sensu latu, Burseraceae, Lauraceae and Bombacaceae were the commonest families. Ninety-five percent of the species received a Waimiri Atroari name, and in a smller sample (n = 34, sixty-five percent of the species had some specific use. These results show a high degree of

  3. “Uma floresta tocada apenas por homens puros...” ou do que aprendemos com os discursos contemporâneos sobre a amazônia

    OpenAIRE

    Shaula Maíra Vicentini de Sampaio

    2012-01-01

    A presente tese reflete sobre uma rede discursiva a partir da qual são produzidas (e ensinadas) algumas verdades sobre a floresta amazônica, entre as quais está o entendimento de que as populações designadas tradicionais apresentam modos de habitar esse espaço e de se relacionar com a natureza dessa região considerados mais adequados e sustentáveis. Dessa forma, o argumento central que o estudo desenvolve é que a noção de sustentabilidade atua como um dispositivo estratégico na constituição e...

  4. Similaridade entre Adultos e Regenerantes do Componente Arbóreo em Floresta com Araucária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoela Drews de Aguiar

    2017-08-01

    Full Text Available RESUMO O estudo objetivou inventariar o componente arbóreo regenerante em uma floresta no Planalto Sul de Santa Catarina e compará-lo ao componente adulto da mesma área. Foram alocadas 25 parcelas, onde os regenerantes e adultos foram identificados e quantificados. Foi calculado o Índice de Regeneração Natural Total (RNT de cada espécie. Para verificar a similaridade entre os componentes, foi utilizada a Análise de Similaridade e o índice de Jaccard. Foram amostrados 503 regenerantes, pertencentes a 58 espécies e 29 famílias. Myrtaceae foi a família de maior riqueza (13. Leandra regnelli (Triana Cogn., Myrcia splendens (Sw. DC. e Miconia cinerascens Miq. apresentaram os maiores valores de RNT. Houve elevada dissimilaridade entre regenerantes e adultos, sendo que 37,5% das espécies do componente adulto não tiveram representantes na regeneração natural. Conclui-se que existe uma baixa capacidade regenerativa da maior parte das espécies, o que pode estar associado à presença de gado na área.

  5. Florística na Reserva Particular do Patrimônio Natural Complexo Serra da Farofa, estrutura e efeitos ambientais da antropização na comunidade arbustivo-arbórea, Santa Catarina, Brasil

    OpenAIRE

    Floriani, Mireli Moura Pitz

    2015-01-01

    A Floresta Ombrófila Mista (FOM) pertence ao Bioma Mata Atlântica e trata-se de uma formação florestal rica em espécies vegetais endêmicas, ocorrente preferencialmente na região Sul do Brasil. O trabalho teve como objetivo conhecer a composição florística, a estrutura e os efeitos ambientais da antropização na comunidade arbustivo-arbórea na Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual Complexo Serra da Farofa (Bloco VI) no município de Rio Rufino, Santa Catarina. O ...

  6. Estrutura de uma floresta brejosa em substrato turfoso, Sul de Santa Catarina, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Martins

    2013-04-01

    Full Text Available Objetivou-se descrever a diversidade e a estrutura do componente lenhoso de uma floresta brejosa em substrato turfoso no sul do Estado de Santa Catarina, correlacionando dados florísticos com variáveis ambientais. Indivíduos com DAP ≥ 5 cm foram amostrados em 100 parcelas de 10 x 10 m em um quadrado permanente de 1 ha. As variáveis ambientais foram classificadas em topográficas, químicas e texturais do solo e de luminosidade. Correlações espécie-ambiente foram obtidas por Análise de Correspondência Canônica (CCA. Comparações florísticas foram realizadas por análise de agrupamento (UPGMA e análise de correspondência. A diversidade específica foi considerada baixa, pois foram amostradas apenas 26 espécies. A CCA evidenciou que as variáveis ambientais mensuradas possuem pouca influência na distribuição das espécies, ressaltando assim sua adaptação ao ambiente anóxico, fortemente limitante. Dados de similaridade demonstraram que o substrato turfoso age como um filtro ambiental adicional, além do estresse hídrico, na composição de espécies nas formações turfosas/brejosas.

  7. Regime de luz em uma floresta estacional semidecídua sob manejo, em Pirenópolis, Goiás Light availability in a semideciduous forest management in Pirenópolis, Goiás, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Venturoli

    2012-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi realizada em um fragmento de floresta estacional semidecídua, localizada em Pirenópolis, Goiás, e investigou as alterações no regime de luz, medida pela densidade de fluxo de fótons, associadas a intervenções silviculturais que visaram, sobretudo, aumentar o crescimento de espécies arbóreas, sem permitir a invasão por espécies oportunistas que poderiam influenciar negativamente a dinâmica da regeneração natural. O delineamento foi em blocos casualizados, em esquema fatorial, testando as diferenças entre tratamentos silviculturais, estações climáticas e alturas de medida no sub-bosque (1,30 m e ao nível do solo. Foram testadas duas intensidades de corte seletivo de indivíduos arbóreos e de cipós na floresta. Os tratamentos foram suficientes para alterar o regime de luz, tanto na estação seca como na estação chuvosa, em acordo com a hipótese testada. O sombreamento na área controle foi de 97% na estação chuvosa e de 86% na estação seca, apresentando diferenças significativas com o sombreamento associado aos tratamentos silviculturais, que variaram de 93% a 94% na chuva e de 77% a 80% na seca. Esse estudo pode auxiliar na validação deste sistema de manejo florestal proposto para as florestas estacionais semidecíduas no Brasil Central, devendo ser associado aos estudos populacionais e de comunidade, preservando os fragmentos florestais encontrados na região e gerando benefícios ambientais e renda extra para a população rural.This study was carried out on a fragment of semi-deciduous forest in Pirenópolis, Goias, Brazil and investigated the changes in the photon flux density in relation to silvicultural interventions that aimed at increasing growth of tree species but without allowing invasion by exotic species that could influence the dynamics of natural regeneration. The design was a randomized block in factorial, testing the differences between silvicultural treatments, seasons and

  8. A integração lavoura-pecuária-floresta e sua importância para o agronegócio brasileiro

    OpenAIRE

    Martins, Carlos Eugênio; Lima, Victor Muiños Barroso; Hott, Marcos Cicarini; Furtado, Thiago Bellotti; Balbino, Luiz Carlos

    2010-01-01

    O trabalho desenvolvido no programa de "Transferência de tecnologias para sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta" vem consolidar a expectativa que envolve a importância sobre a sustentabilidade do sistema de integração lavourapecuária-floresta para o agronegócio brasileiro.

  9. CORRELAÇÃO ENTRE VOLUMETRIA DE FLORESTAS DE EUCALIPTO E PRODUTIVIDADE E CUSTOS DE MÁQUINAS DE COLHEITA DE MADEIRA1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stanley Schettino

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMO A mecanização das atividades de colheita florestal tornou-se imperiosa para a sua sustentabilidade, buscando ganhos de produtividade e redução de custos operacionais. Como a produtividade e o custo operacional das máquinas florestais podem ser influenciados pela volumetria das florestas (m3/ha, o conhecimento dessa correlação vem a ser importante ferramenta de trabalho no planejamento da colheita. Este estudo foi desenvolvido em áreas de colheita de eucalipto no Estado de Minas Gerais, e seu principal objetivo foi analisar técnica e economicamente as atividades de colheita florestal mecanizada, bem como sua correlação com a volumetria das florestas. Para isso, foram aplicadas técnicas estatísticas de regressão linear e análise de correlação entre a variável volumetria das florestas e produtividade e custos operacionais das máquinas de colheita. Os resultados indicaram haver forte correlação entre a volumetria das florestas e a produtividade das máquinas, bem assim com os custos operacionais, demonstrando maiores produtividades das máquinas e menores custos de colheita com o incremento da volumetria das florestas. O feller buncher apresentou maior correlação, seguido das máquinas de extração (skidder e clambunck skidder e da garra traçadora, sendo esta, provavelmente, mais sensível a outros fatores operacionais. A volumetria das florestas deve ser levada em consideração quando da indicação e dimensionamento das máquinas no momento da colheita, bem como no planejamento das atividades, de forma a aumentar a produtividade das atividades e contribuir para a redução dos custos operacionais.

  10. RECONOCIMIENTO Y VALORACIÓN DEL PATRIMONIO PALEONTOLÓGICO DEL DEVÓNICO DE FLORESTA-BOYACÁ, A TRAVÉS DE UN GRUPO PALEONTOLÓGICO ESCOLAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego Fernando Campos Moreno

    2015-12-01

    Full Text Available Se presenta una experiencia educativa con estudiantes del Colegio Héctor Julio Rangel Quintero de Floresta (Boyacá, en torno al reconocimiento de la importancia científica, cultural y social del patrimonio paleontológico a través de un grupo paleontológico escolar y el desarrollo de la Feria Municipal del Fósil, en la que los estudiantes presentaron de diferentes formas la riqueza paleontológica con que cuenta Floresta, convirtiéndose en una estrategia pedagógica de acercamiento entre la comunidad, el museo y el colegio.  Como parte del trabajo, se revisaron todas las fuentes bibliográficas y los principales museos nacionales que incluyen registros paleontológicos del devónico de Floresta, generando un inventario sobre la colección de la Universidad Pedagógica Nacional y el museo local de Floresta-Boyacá.

  11. Comparação florística e estrutural de duas florestas de várzea no estuário amazônico, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio de Jesus Batista

    2011-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi conhecer e comparar a composição florística e a estrutura de duas áreas de florestas de várzea localizadas na reserva extrativista Chocoaré-Mato Grosso, Santarém Novo-PA. O inventário florístico abrangeu 1,5 ha em parcelas de 10 x 100 m, distribuídas na área 1 (1,0 ha e área 2 (0,5 ha. Foram identificados os indivíduos arbóreos com circunferência a 1,3 m altura do solo (CAP > 30 cm e demonstrada a riqueza, área basal e o IVI (Índice de Valor de Importância para cada área. A relação entre as áreas foi realizada por meio da similaridade de espécies, densidade, área basal, análise de agrupamento e espécies indicadoras. Na área 1, ocorreram 613 ind.ha-1 (26,67 m².ha-1 distribuídos em 17 famílias, 33 gêneros e 34 espécies com Euterpe oleracea, Enterolobium maximum, Symphonia globulifera, Pterocarpus amazonicus e Virola surinamensis apresentando os maiores IVI's e a área 2 com 744 ind.ha-1 (35,34 m².ha-1 em 13 famílias, 24 gêneros e 26 espécies com Mauritia flexuosa, Euterpe oleracea, Virola surinamensis, Tapirira guianensis e Inga thibaudiana com os maiores IVI's. As áreas registraram baixas similaridades entre si (0,18 e tanto a densidade quanto a área basal foram superiores na área 2. O agrupamento separou as áreas entre si e das 51 espécies, apenas 15 foram indicadoras. Conclui-se que, as florestas apresentaram baixa riqueza com pouca semelhança entre as populações arbóreas e as espécies indicadoras ocorreram nas áreas 1 e 2.

  12. Estratégias reprodutivas de briófitas em dois habitats distintos da floresta atlântica do Parque Estadual da Serra do Mar

    OpenAIRE

    Adaíses Simone Maciel da Silva

    2011-01-01

    Resumo: O objetivo da tese foi aumentar o conhecimento e o entendimento sobre estratégias reprodutivas de briófitas presentes em floresta tropical úmida, especificamente em dois habitats distintos da Floresta Ombrófila densa (Floresta Montana e de Restinga) do Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo. A seguinte hipótese foi testada: o sistema reprodutivo (e.g. monóico versus dióico) das espécies e o habitat que ocupam influenciam as estratégias reprodutivas e conseqüentes características d...

  13. Trap-nesting bees (Hymenoptera, Apoidea in areas of dry semideciduous forest and caatinga, Bahia, Brazil Abelhas (Hymenoptera, Apoidea que nidificam em ninhos-armadilha em áreas de floresta semi-decídua e caatinga, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cândida M. L. Aguiar

    2005-12-01

    Full Text Available In this study were examined the species richness and seasonal abundance of cavity-nesting bees in areas of dry semi-deciduous forest and caatinga in the State of Bahia, Brazil. Sampling was done employing two types of trap-nests: bamboo canes and tubes made of black cardboard with dimensions of either 58 x 6 mm or 105 x 8 mm. The traps were inspected once a month. One hundred and forty-six nests of 11 bee species were collected in the forest, and 121 nests of seven species were collected in the caatinga. Five species of cleptoparasitic bees were also reared from these nests. The highest nesting frequencies occurred in the wet season in both areas. Nests parasitism was important only for Centris tarsata Smith, 1874, and was higher at the caatinga site than in the forest. The mortality of pre-emergent adults was high, especially in C. tarsata,Tetrapedia diversipes Klug, 1810 and Euglossa cordata (Linnaeus, 1758. Information on the number of cells per nest, the size, shape, and arrangement of brood cells in the nests, as well as the number of adults produced and the number of generations per year are also presented. Species richness, temporal patterns of nesting, and percentage of parasitism were compared with other habitats.Neste estudo foram investigadas a riqueza de espécies e a abundância sazonal de abelhas que nidificam em cavidades em áreas de Floresta estacional semi-decídua e Caatinga na Bahia. A amostragem foi realizada com dois tipos de ninhos-armadilha (= N.A.: gomos de bambu e tubos de cartolina preta (58 x 6 mm e 105 x 8 mm. Os N.A. foram inspecionados uma vez por mês. Foram coletados 146 ninhos de 11 espécies de abelhas na floresta e 121 ninhos de sete espécies na caatinga. Além disso, cinco espécies de abelhas cleptoparasitas foram criadas a partir destes ninhos. As freqüências de nidificação mais altas ocorreram na estação úmida em ambas as áreas. Parasitismo de ninhos foi importante apenas para Centris tarsata

  14. Análise multivariada para estratificação volumétrica de uma floresta ombrófila densa de terra firme, Amazônia Oriental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Agostinho Lopes de

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi propor um método de estratificação em classes homogêneas de estoque volumétrico da floresta ombrófila densa de terra firme não explorada, empregando-se as técnicas de análises de agrupamento e discriminante. A pesquisa foi conduzida na Unidade de Manejo Florestal (UMF da Fazenda Tracajás (02º35'53"S e 47º47'10"W, pertencente à empresa Nova Era Agroflorestal, de propriedade do Grupo Rosa Madeireira, Município de Paragominas, Estado do Pará. Foi realizado um censo (100%, no qual se estimaram os volumes do fuste comercial das árvores com dap > 45 cm de 55 espécies comerciais em 49 talhões de exploração com 10 ha cada um. Reuniram-se os volumes estimados do fuste comercial das árvores individuais por talhão em ordem crescente. Elaborou-se uma matriz X de dados desses volumes, em que cada variável x ij representou o i-ésimo volume classificado no j-ésimo talhão. A matriz X foi utilizada como input nas análises de agrupamento e discriminante. A aplicação da análise de agrupamento, método de Ward, resultou em agrupamentos hierárquicos dos talhões em classes de estoques. A análise do dendrograma permitiu estratificar o povoamento em três grupos homogêneos e distintos, denominados classes I, II e III de estoques volumétricos. A análise discriminante, método de Fisher, indicou que 100% dos talhões foram corretamente classificados. A classificação multivariada da floresta em classes de estoques volumétricos mostrou-se um método eficiente na estratificação de áreas homogêneas de florestas ineqüiâneas, as quais podem se constituir em estratos, compartimentos, classes de sítio e unidades de produção anual.

  15. Flutuação populacional de gafanhotos na Floresta Nacional de Chapecó, Santa Catarina Grasshopper Population fluctuation in the National Forest of Chapeco, Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cladis Juliana Lutinski

    2009-04-01

    Full Text Available Com o objetivo de verificar a flutuação populacional de gafanhotos na Floresta Nacional de Chapecó (FLONA, em Santa Catarina, foram realizadas coletas semanais durante o período de dezembro de 2003 a dezembro de 2004 com armadilhas do tipo pit-fall, rede de varredura, guarda-chuva entomológico e malaise. Os picos populacionais para a maioria das espécies ocorreram durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro. A análise de regressão (5% apontou relação significativa entre os fatores climáticos e os níveis populacionais de Allotruxalis gracilis (Giglio-Tos, 1897, Parorphula graminea Bruner, 1900, Rhammatocerus brunneri (Giglio – Tos, 1895 e Xyleus discoideus discoideus (Serville, 1831.In order to verify the grasshopper population dynamics in the National Forest of Chapecó, SC., weekly collections were made between December 2003 and December 2004, using pit-fall traps, sweep nets, entomological umbrellas and malaises traps. The population peaks for most of the species was reached in December, January and February. The regression analysis (5% showed significant relation between the climatic factors and the population levels of Allotruxalis gracilis (Giglio-Tos, 1897, Parorphula graminea Bruner, 1900, Rhammatocerus brunneri (Giglio – Tos, 1895 and Xyleus discoideus discoideus (Serville, 1831.

  16. Abundance of two Dendrocincla woodcreepers (aves: Dendrocolaptidae in relation to forest structure in Central Amazonia O uso do habitat por duas espécies de arapaçus Dendrocincla (aves: Dendrocolaptidae em relação a estrutura da floresta na Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Cintra

    2006-01-01

    Full Text Available Few studies have been conducted to verify how the structure of the forest affects the occurence and abundance of neotropical birds. Our research was undertaken between January 2002 and July 2004 at the Reserva Ducke, near Manaus (02º55',03º01'S; 59º53',59º59'W in central Amazonia, to verify how the forest structure affects the occurrence and abundance of two bird species: the Plain-brown Woodcreeper Dendrocincla fuliginosa and the White-chinned Woodcreeper Dendrocincla merula. Bird species occurrence was recorded using lines of 20 mist-nets (one sample unit, along 51 1-km transects distributed along 9 pararel 8 km trails covering an area of 6400 ha. Along these transects, we placed 50 x 50m plots where we recorded forest structure components (tree abundance, canopy openness, leaf litter, standing dead trees, logs, proximity to streams, and altitude. We then related these variables to bird occurence and abundance using multiple logistic and multiple linear regression models, respectively. We found that D. fuliginosa frequently used plateau areas; being more abundant in areas with more trees. On the other hand, D. merula occurred more frequently and was more abundant in areas with low tree abundance. Our results suggest that although both species overlap in the reserve (both were recorded in at least 68% of the sampled sites, they differ in the way they use the forest microhabitats. Therefore, local variation in the forest structure may contribute to the coexistence of congeneric species and may help to maintain local alpha diversity.Em florestas neotropicais, poucos estudos tem sido conduzidos para verificar como a estrutura da floresta afeta o uso desse ambiente por aves. Este estudo foi realizado entre Janeiro de 2002 e Julho de 2004 na Reserva Ducke próximo a Manaus (02º55',03º01'S; 59º53',59º59'W, para verificar como a estrutura da floresta afeta a ocorrência e abundância de duas espécies de aves: o Arapaçu-pardo, Dendrocincla

  17. As unidades de conservação e a Floresta Ombrófila Mista no Estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo de Tarso de Lara Pires

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050986625O intenso processo de ocupação territorial, uso desordenado dos recursos naturais e destruição de áreas verdes iniciadas no século XIX, são os principais motivos da intensa devastação das Florestas com Araucárias. Como meio de efetivação da proteção e desenvolvimento florestal, o Brasil adotou em sua política ambiental a criação do Sistema de Unidades de Conservação nas categorias, de proteção integral e uso sustentável. Uma alternativa viável é a regulação dos estoques de madeira no Estado por meio de Unidade de Conservação de Uso Sustentável. O que se pretende a partir deste ponto é analisar a possibilidade da criação de regulamentação do aproveitamento dos recursos naturais em espaços naturais protegidos. Para tanto, foram selecionadas e trabalhadas duas modalidades de Unidades de Conservação (UC, já existentes, e proposta a criação de uma nova modalidade, então denominada “Reservas Particulares de Desenvolvimento Sustentável (RPDS”. As Unidades de Proteção Integral têm desempenhado papel expressivo na preservação do Bioma Florestal com Araucária. Em contrapartida, as Unidades de Conservação de Uso Sustentável são inexpressivas no Bioma e necessitam de uma efetiva regulamentação para que desempenhem sua função ecológica e social. Medidas de incentivo à conservação das florestas particulares e ao uso sustentável dos recursos madeireiros e não madeireiros, somadas ao instrumental atualmente utilizado, podem contribuir com maior efetividade na conservação e recuperação do Bioma Florestal com Araucária.

  18. Uso de lenha como combustível doméstico: padrões, impactos e perspectivas futuras para conservação da floresta atlântica ao norte do Rio São Francisco

    OpenAIRE

    Specht, Maria Joana da Silva

    2012-01-01

    O uso da lenha por populações rurais está associado a três principais aspectos: econômicos, sociais e ambientais. Este trabalho teve como objetivo principal identificar os fatores socioeconômicos determinantes do consumo de lenha por habitantes rurais do Centro de Endemismo Pernambuco (CEPE) , situado na Floresta Atlântica do nordeste do Brasil e avaliar o potencial da sustentabilidade da retirada de biomassa florestal por esta atividade. Foram aplicados 208 entrevistas semiest...

  19. Avaliação de impactos ambientais de rodovias no Módulo II da Floresta Estadual do Amapá

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gleyce Vilhena

    2017-12-01

    Full Text Available A rede rodoviária no Amapá é fundamental para o desenvolvimento das atividades produtivas nas cadeias extrativistas, florestal e mineral. A Floresta Estadual do Amapá (FLOTA, Unidade de Conservação de uso sustentável, foi implantada visando entre outras atividades, aproveitar o grande potencial dos recursos florestais. Composta de quatro módulos-áre é acessada através de rodovias conectadas aos dois principais eixos rodoviários do Estado, as BR-210 e 156. Esta pesquisa buscou realizar a avaliação dos impactos ambientais causados pela alteraçao do relevo na construção da rodovia de acesso ao entorno do modulo II da FLOTA e elaborar um modelo menos impactante para acesso às areas de manejo florestal. Para a avaliação de impactos utilizou-se o método de sobreposição de cartas com suporte na Matriz de Leopold. Constatou-se que os impactos ambientais causados pela estrada implantada no entorno, apresentam maior magnitude e importância quando comparados aos impactos do modelo de projeto geométrico proposto, elaborado com maior precisão na análise dos elementos do relevo.

  20. Minimização da erosão em função do tamanho e localização das áreas de floresta no contexto do programa "conservador das águas"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cornélio Alberto Zolin

    2011-12-01

    Full Text Available Com os crescentes conflitos de uso da água no Brasil, a implantação de políticas para a mitigação desses problemas tornou-se crucial. Nesse sentido, o conceito de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA tem se difundido ao redor do mundo e, consequentemente, no Brasil. O município de Extrema, em Minas Gerais, implantou a primeira iniciativa municipal brasileira de PSA, conhecida como programa "Conservador das Águas". Neste trabalho, objetivou-se avaliar a perda de solo na sub-bacia das Posses, onde se iniciou o programa "Conservador das Águas", visando determinar a potencialidade que o conceito adotado nesse programa terá para a conservação do solo e otimizar o provimento desse serviço ambiental em função do tamanho e da localização da área de floresta. Quatorze diferentes cenários de uso e cobertura do solo foram analisados, utilizando-se um Sistema de Informações Geográficas e a Revised Universal Soil Loss Equation. A expectativa de perda de solo na sub-bacia das Posses antes e após a implementação do programa "Conservador das Águas" foi de 30,63 e 7,06 Mg ha-1 ano-1, respectivamente. A otimização da conservação do solo pode ser feita adotando-se práticas conservacionistas na pastagem e alocando-se a área de floresta de maneira mais otimizada.

  1. A Response to Welch's Review of "Urihi A: A Terra‐Floresta Yanomami"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hein van der Voort

    2010-12-01

    Full Text Available A Response to Welch's Review of Urihi A: A Terra‐Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85‐85994‐72‐3.

  2. C-orgânico, N-total e substâncias húmicas sob influência da introdução de pastagens (Brachiaria sp. em áreas de cerrado e floresta amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. M. Longo

    2000-12-01

    Full Text Available O presente trabalho objetivou avaliar os efeitos da intervenção humana na remoção da cobertura original e seu posterior uso agrícola, pela introdução de pastagem (Brachiaria sp na região do cerrado (Senador Canedo-GO, junto à Empresa Goiana de Pesquisa Agropecuária (EMGOPA, e da floresta amazônica (Porto Velho-RO, junto à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA, tendo como atributos principais de análises modificações nos teores de nitrogênio total, carbono orgânico, relação C/N e frações de ácidos fúlvicos, ácidos húmicos e humina. As amostras foram coletadas em setembro de 1995, em Latossolo Vermelho-Amarelo argiloso, ao longo de uma transeção que continha 24 pontos: 12 sob vegetação natural e 12 sob pastagem plantada, em duas profundidades, em ambos os ecossistemas. Os resultados permitiram observar uma diminuição nas concentrações de ácido fúlvico e humina e nos teores de N-total e C-orgânico na mudança da condição de vegetação natural para pastagem; os maiores valores foram encontrados no horizonte Ao, principalmente no solo sob floresta amazônica, revelando uma queda brusca deste para o subjacente, evidenciando o efeito do tipo da cobertura vegetal sobre o teor e sobre a distribuição dos componentes orgânicos em solos tropicais.

  3. Two-year study of atmospheric aerosols in Alta Floresta, Brazil: Multielemental composition and source apportionment

    International Nuclear Information System (INIS)

    Maenhaut, Willy; Fernandez-Jimenez, Maria-Teresa; Rajta, Istvan; Artaxo, Paulo

    2002-01-01

    Atmospheric aerosol samples were collected nearly continuously from August 1996 until September 1998 at Alta Floresta in a primary forest region of the Amazon basin, Brazil. The sampling device consisted of a stacked filter unit (SFU), which separates the aerosol into a coarse (2-10 μm equivalent aerodynamic diameter (EAD)) and a fine (<2 μm EAD) size fraction. The coarse and fine filters of all SFU samples (205 in total) were analysed for the particulate mass (PM), black carbon (BC), and up to 47 elements (from Na upward). The multielemental analyses were done by a combination of PIXE and instrumental neutron activation analysis. Absolute principal component analysis was used for source (source type) identification and apportionment. Five components were identified in the fine size fraction, i.e. mineral dust, a biomass burning (pyrogenic) component (with PM, BC, S, K, Zn, Br, Rb and I, having loadings in the range 0.7-0.9), a Na/Ca component, a biogenic component (with P), and an almost pure Pb component. On average 67% of the fine PM was attributed to the pyrogenic component, 14% to the mineral dust, 7% each to the biogenic and Na/Ca components, and 4% to the Pb component. The relative contribution from the pyrogenic aerosol varied substantially with season, however. It was generally between 60% and 100% during the dry season. During the wet season, on the other hand, it often became insignificant. During that season, most of the fine aerosol was attributed to the biogenic component

  4. Fenologia reprodutiva de Dipteryx odorata (Aubl. Willd (Fabaceae em duas áreas de floresta na Amazônia Central Reproductive phenology of Dipteryx odorata (Aubl. Willd (Fabaceae in two forest areas in the Central Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Moçambite Pinto

    2008-12-01

    Full Text Available Estudos fenológicos de longa duração em florestas tropicais são raros. Foi realizado o acompanhamento fenológico de Dipteryx odorata, no período de 1974 à 2000, em duas áreas de floresta amazônica: a Reserva Florestal Ducke (RFD e Estação Experimental de Silvicultura Tropical (EEST. O objetivo foi observar os padrões fenológicos nas duas áreas, verificar a regularidade da floração e frutificação num período de 27 anos e a influência dos fatores climáticos nestes eventos. Foram marcados cinco indivíduos na RFD e cinco na EEST e observados quanto à produção de flores, frutos imaturos e maduros. A floração e a produção de frutos imaturos apresentaram padrão irregular nas duas áreas observadas, variando quanto a época de ocorrência e a duração entre anos e estações, mas apresentaram freqüência de ocorrência similar nos 27 anos observados. Para a fenofase frutos maduros este padrão foi diferente, com intervalos de até três anos sem ocorrência de frutos maduros, na RFD e de sete anos na EEST. Conclui-se que a freqüência de ocorrência das fenofases de floração e frutos imaturos foi anual e a de frutos maduros supra-anual, todas com padrão irregular e duração de intermediária a prolongada. Ocorreu variação de um a três anos entre episódios de floração e frutos imaturos e de um a sete anos entre episódios de frutos maduros, não ficando evidente, nesta análise, a influência dos fatores climáticos nos padrões observados. Sugere-se o uso racional dos produtos derivados de Dipteryx odorata, o cumaru, especialmente quanto à exploração de seus frutos e o desenvolvimento de mais estudos de longa duração, fundamentais para entender os padrões fenológicos reprodutivos e de oferta de recursos em florestas tropicais.Long term phenological studies in tropical forests are scarce. A phenological study of Dipteryx odorata was carried out from 1974 to 2000 in two areas of Amazon Forest: Reserva

  5. Teias de um Observatório para a saúde das populações do campo, da floresta e das águas no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Ferreira CARNEIRO

    2014-06-01

    Full Text Available A Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas reconhece a dívida histórica do Estado brasileiro com a saúde dessas populações, apresenta a necessidade de superação do modelo de desenvolvimento econômico e social na busca de relações homem–natureza responsáveis e promotoras da saúde. Como fruto da implantação dessa política, pensando no seu monitoramento e avaliação, estruturou-se em 2012 um Observatório denominado OBTEIA. Objetiva-se apresentar a experiência desse Observatório, focando o seu processo metodológico e nos principais resultados. Este Observatório vem sendo estruturado a partir da criação de uma Teia de Saberes e Práticas, que envolve movimentos sociais, academia e gestoras(es/trabalhadoras(es do Sistema Único de Saúde. O foco das ações tem sido o de visibilizar essa população por meio de um portal interativo na internet (www.saudecampofloresta.unb.br, coleta e processamento de informações, notícias, estudos, vídeos, cadernos, bem como promover o debate acerca de referenciais críticos e métodos de pesquisa coerentes com o modo de viver dessas populações. Essa experiência vem possibilitando o envolvimento de distintos grupos e seu reconhecimento político dessa ferramenta como estratégia de fortalecimento e melhoria da produção de informações capazes de disparar ações e decisões focadas nas populações do campo, da floresta e das águas.

  6. Distribuição horizontal e vertical de fósforo em sistemas de cultivos exclusivos de soja e de integração lavoura-pecuária-floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Debora Diel

    2014-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a distribuição horizontal e vertical do fósforo no solo e a produtividade de soja em sistemas de cultivos exclusivos e de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF. Foram avaliados os tratamentos: floresta plantada de eucalipto; lavoura de soja e milho safrinha consorciado com Urochloa brizantha 'Marandu'; pastagem de U. brizantha; sistema de ILPF; e duas áreas controle, com floresta nativa e pousio. O solo foi coletado nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-30 cm, para determinação das características químicas. As avaliações foram realizadas no segundo ano agrícola após a implantação do experimento. No sistema de ILPF, solo e produtividade foram avaliados em quatro transectos equidistantes, no centro do renque e a 3, 6, 10 e 15 m do renque, nas faces norte e sul. Os teores de P disponível (Mehlich-1 foram maiores nas camadas superficiais do solo, nos sistemas com soja/milho safrinha e com ILPF. No ILPF, os teores de P disponível não diferiram entre as distâncias do renque das árvores, e a produtividade de soja não diferiu da observada no sistema com soja/milho safrinha. Portanto, com dois anos de implantação, o sistema ILPF ainda não é capaz de interferir marcadamente nas características químicas do solo e na produtividade da soja.

  7. Uso de ambientes por mamíferos em área de Floresta Atlântica com plantios de eucaliptos no Vale do Paraíba/SP

    OpenAIRE

    Oliveira, Maria de Fátima de

    2013-01-01

    A redução das áreas de florestas e a insularização dos remanescentes acarretam a necessidade urgente de elaboração e implementação de técnicas que minimizem os impactos a esses remanescentes e que, ao mesmo tempo, promovam a conservação da vida silvestre local. Pela inexistência de áreas de vegetação original adequadas, todo e qualquer fragmento se toma elemento vital na manutenção da fauna local. Para gerar informações que subsidiem ações de conservação de fragmentos e de sua fauna, este tra...

  8. UM OLHAR SOBRE O PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DA PAISAGEM NA BACIA DO RIO SANTA ROSA (NW DO RS), DE 1915 ATÉ OS DIAS ATUAIS

    OpenAIRE

    Adriana Fátima Canova Motter

    2011-01-01

    Esta pesquisa teve por objetivo analisar a transformação da paisagem no que se refere ao manejo com a floresta, ao uso do solo e dos recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Santa Rosa (NW do RS), a partir de 1915; quando do início da colonização e ocupação do espaço por imigrantes europeus e seus descendentes. Partiu-se da hipótese de que a ideia de progresso, para os imigrantes, esteve associada à abertura de áreas agrícolas nas regiões de florestas nativas. A partir disso...

  9. O conflito está no ar: povos da floresta e espoliação sob o capitalismo verde

    OpenAIRE

    Paula, Elder Andrade de; UFAC – Universidade Federal do Acre. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Rio Branco – Acre – Brasil. 69.920-900; Morais, Maria de Jesus; UFAC – Universidade Federal do Acre. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Rio Branco – Acre – Brasil. 69.920-900

    2013-01-01

    O ano de 2011 foi marcado por dois eventos que traduzem com razoável clareza os conflitos em torno da apropriação dos bens naturais sob a insígnia do capitalismo verde. O primeiro foi marcado pela designação, por parte da ONU, de ano internacional das florestas e, a publicação de dois documentos de autoria da FAO e ITTO que apresentam de forma mais acabada as diretrizes para a exploração sustentável das florestas. Além da extração de madeiras e produtos da biodiversidade, institui o Pagamento...

  10. Florestas estacionais e áreas de ecótono no estado do Tocantins, Brasil: parâmetros estruturais, classificação das fitofisionomias florestais e subsídios para conservação Seasonal forests and ecotone areas in the state of Tocantins, Brazil: structure, classification and guidelines for conservation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Flores Haidar

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever a riqueza, estrutura e diversidade de espécies arbóreas em áreas de Floresta Estacional e ecótono (Floresta Estacional/Floresta Ombrófila no estado do Tocantins, buscando subsídios para a conservação, manejo florestal, compensação de reserva legal e recuperação ambiental, além de discutir as identidades fitogeográficas em comparação com outras florestas do Brasil. Em 18 bacias hidrográficas, conduziu-se amostragem da vegetação arbórea (DAP > 5 cm de 22 áreas (amostras por meio do inventário de 477 parcelas de 400 m². Foram elaboradas análises de classificação pelo método TWINSPAN, em duas escalas distintas. A primeira avaliou a diversidade beta entre as parcelas amostradas no estado do Tocantins e a segunda buscou analisar a similaridade das florestas do Tocantins em relação a outras florestas do bioma Cerrado e suas áreas de tensão ecológica. As florestas amostradas apresentaram ampla variação em termos de riqueza (33 a 243 espécies, densidade (486 a 1.179 ind.ha-1, área basal (14,04 e 37,49 m².ha-1, índices de diversidade (H´ = 2,75 a 4,59 e de equabilidade (J´= 0,72 a 0,86. As análises de classificação convergiram para resultados comuns, identificando quatro ambientes dissimilares em termos florísticos e estruturais no estado do Tocantins: Floresta Estacional Decidual, Floresta Estacional Semidecidual, ecótono Floresta Estacional Semidecidual/Floresta Ombrófila e ecótono Floresta Estacional Decidual/Floresta Ombrófila. A fim de manter a diversidade de plantas e de ambientes na região de transição Floresta Amazônica e Cerrado, sugere-se que o processo de criação de unidades de conservação no estado do Tocantins deva ser intensificado e tenha como base para seleção das áreas critérios biogeográficos.The purpose of this study was to describe the richness, structure and diversity of tree species occurring in seasonally dry forests and some ecotone

  11. Sobrevivência de espécies arbóreas plantadas em clareiras causadas pela colheita de madeira em uma floresta de terra firme no município de Paragominas na Amazônia brasileira Survival of seedlings planted in gaps after harvesting in a terra firme rain forest in Paragominas region in the Brazilian Amazonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Macêdo Gomes

    2010-03-01

    Full Text Available Analisou-se a sobrevivência de mudas plantadas em 400 clareiras causadas por exploração florestal de impacto reduzido, em floresta de terra firme na Amazônia Oriental. Foram plantadas 3.818 mudas de 17 espécies, das quais apenas Schizolobium amazonicum não ocorre na área de estudo. A distância entre as mudas plantadas foi de aproximadamente 5m. As avaliações ocorreram em 2005 e 2006. Com base na sobrevivência das mudas aos 11 meses após o plantio, as espécies indicadas para o enriquecimento de clareiras são: Schizolobium amazonicum, Cedrela odorata, Jacaranda copaia, Manilkara huberi, Astronium gracile, Pouteria bilocularis, Tabebuia impetiginosa,Pseudopiptadenia suaveolens, Cordia goeldiana, Parkia gigantocarpa, Simarouba amara, Sterculia pilosa, Laetia procera, Dinizia excelsa e Schefflera morototoni. Estudos sobre a taxa de crescimento, em períodos mais longos, são necessários para confirmar a utilização dessas espécies em plantios de enriquecimento de clareiras oriundas de exploração florestal, como alternativa para aumentar a produtividade e o valor econômico das florestas naturais manejadas na Amazônia brasileira.Survival of seedlings planted in 400 gaps created by reduced impact logging in a terra firme forest in the Eastern Amazonia was evaluated. 3,818 seedlings from 17 species occurring in the study area, except for Schizolobium amazonicum (paricá, which is rare in natural forests of Paragominas region, were planted in the gaps. Spacing of planted seedlings was 5m. According to survival of seedlings during 11 months after planting, the species Schizolobium amazonicum, Cedrela odorata, Jacaranda copaia, Manilkara huberi, Astronium gracile, Pouteria bilocularis, Tabebuia impetiginosa,Pseudopiptadenia suaveolens, Cordia goeldiana, Parkia gigantocarpa, Simarouba amara, Sterculia pilosa, Laetia procera, Dinizia excelsa and Schefflera morototoni can be suggested for enriching in gaps created by reduced impact logging

  12. Estrutura de uma floresta tropical dez anos após exploração de madeira em Moju, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Cristóvam da Silva Jardim

    Full Text Available RESUMO Estudos das dinâmicas florística e estrutural em áreas de exploração florestal permitem avaliar os impactos e fornecem informações básicas para o manejo florestal racional. Nesse contexto, as dinâmicas florística e estrutural foram avaliadas em uma floresta tropical, dez anos após sua exploração madeireira. O experimento foi executado em 200 ha do Campo Experimental da Embrapa Amazônia Oriental, em Moju, PA, onde foi feita a exploração madeireira. No entorno de nove clareiras selecionadas foram instaladas faixas de 10 m x 50 m, divididas em parcelas quadradas de 10 m de lado (1 a 5, onde foram inventariadas as plantas com DAP ≥ 5 cm. Nas parcelas 1, 3 e 5 e no centro da clareira foram instaladas subparcelas de 2 m x 2 m, onde foram medidos os indivíduos com altura ≥ 10 cm e DAP < 5 cm. O monitoramento da floresta abrangeu um período de nove anos e meio, entre março de 1998 e outubro de 2007. A análise estrutural foi feita com base nos parâmetros de abundância, frequência, dominância, regeneração natural, posição sociológica e índice de valor de importância ampliado (IVIA, sendo comparadas as estruturas da floresta dos anos de 2007 e 1998. Dez anos após a exploração, a alta heterogeneidade foi mantida e aumentou no povoamento mais jovem, graças ao ingresso de espécies com forte demanda por luz. Entretanto, a composição florística e a estrutura da floresta manejada ainda mostram grande importância de espécies que, em florestas não perturbadas, não teriam grande expressão em termos de IVIA.

  13. Inventário estruturado de formigas (Hymenoptera, Formicidae em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia, RJ Structured inventory of ants (Hymenoptera, Formicidae in atlantic slope rain-forest of Marambaia Island, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michel de S. Schütte

    2007-03-01

    Full Text Available As formigas são componentes funcionais importantes em florestas tropicais devido aos papéis ecológicos que exercem, à grande biomassa e à riqueza de espécies. Embora a Mata Atlântica seja um dos ecossistemas mais bem estudados no Brasil, ainda faltam informações sobre a diversidade de formigas nos fragmentos florestais do Estado do Rio de Janeiro. A riqueza e composição da assembléia de formigas em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia (RJ foi estudada através de um inventário estruturado em uma área de 0,6 ha. Armadilhas do tipo "pitfall" e coletas manuais foram empregadas na serapilheira e sobre a vegetação entre os meses de janeiro e julho de 2004. Um total de 29 gêneros e 82 espécies foi encontrado na amostragem. A abundância e a riqueza de espécies foram maiores nas amostras de março do que de julho. Já a eqüitatividade e diversidade de formigas nas amostras não foram influenciadas pela época da coleta. As amostras de formigas em galhos mortos adicionaram seis espécies à lista, acrescentando informações sobre a biologia das espécies. As amostras sobre plantas totalizaram 32 espécies de formigas, das quais 12 foram exclusivas, como as espécies de Pseudomyrmex e algumas de Crematogaster e Pachycondyla. Este estudo pretende contribuir para o desenvolvimento de prioridades conservacionistas em um dos ecossistemas mais ameaçados do mundo.Ants are an important functional component in tropical forest due to their ecological roles, biomass and species diversity. Although the Atlantic Forest is one of the best studied ecosystems in Brazil, there is a lack of information about ant diversity in forest fragments of the state of Rio de Janeiro. The composition and richness of the ant fauna from atlantic slope rain-forest in Marambaia island-RJ were assessed by the structured inventory in an area of 0.6 ha. Pitfalls traps and hand collecting were used for sampling ants in the litter and on vegetation from

  14. Impacto da Conversão da Cobertura Natural em Pastagem e Área Urbana sobre Variáveis Biofísicas no Sul do Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vagner Marques Pavão

    Full Text Available Resumo A substituição da cobertura natural por áreas de pastagem afeta o albedo superficial, que por sua vez influencia no saldo de radiação e na temperatura superficial. Assim, o objetivo desse trabalho foi avaliar os impactos do desmatamento sobre variáveis biofísicas no município de Apuí-AM, por imagens Landsat 5 TM (Thematic Mapper. As imagens utilizadas nesse estudo foram fornecidas pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS. A imagem de 20/07/2010 foi processada por etapas intermediárias do SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land. O desmatamento no município de Apuí aumentou em 20% nos últimos 20 anos analisados. O NDVI da Floresta foi 20 e 43% maior que da pastagem e da área urbana, respectivamente. O albedo da superfície na pastagem e na área urbana foram 16% maiores que na área de Floresta e a temperatura de brilho da superfície na pastagem e na área urbana foram 16 e 10% maiores que na área de Floresta, respectivamente. O Rn na área de Floresta foi 8% e 6% maior que na área urbana e na pastagem, respectivamente. Portanto, a conversão da Floresta Amazônica modifica o balanço de radiação com maior disponibilidade de calor sensível da superfície nas áreas de pastagem e urbana.

  15. ALTM system in Amazonian forest areas; Sistema ALTM em areas da Floresta Amazonica

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Sallem Filho, Silas; Bonatto, Amarildo [Esteio Engenharia e Aerolevantamentos S.A., Curitiba, PR (Brazil)

    2005-07-01

    Airborne Laser Scanning provides faster and more accurate Digital Elevation Model and Digital Terrain Model tasks compared to conventional photogrammetry. The system generates Laser pulses towards the terrain, perpendicular to the flight line, scanning the terrain surface and recording the distances from the sensor to the ground for each pulse. The main characteristics of the system is the measurement of the first and the last return for each pulse, allowing the objects identification that are above the ground as, for example, vegetation. With this capability it is possible the determination of volumes and biomass estimate, besides the virtual removal of vegetation covering. The Digital Terrain Models are used for Digital Ortho photos rectification and to obtain contour lines for topography maps. The correct points classification according the elevation, allows the representation of the terrain with larger amount of points than the stereo plotting, in areas densely vegetated where the operator esteems the height of the vegetable covering to interpret the terrain. Some additional products, as hypsometric images and intensity images helps in the identification of features on pipeline projects as well as the obtaining of the obstacles height. (author)

  16. Florestas estacionais e áreas de ecótono no estado do Tocantins, Brasil: parâmetros estruturais, classificação das fitofisionomias florestais e subsídios para conservação

    OpenAIRE

    Haidar,Ricardo Flores; Fagg,Jeanine Maria Felfili; Pinto,José Roberto Rodrigues; Dias,Ricardo Ribeiro; Damasco,Gabriel; Silva,Lucas de Carvalho Ramos; Fagg,Christopher William

    2013-01-01

    O objetivo deste estudo foi descrever a riqueza, estrutura e diversidade de espécies arbóreas em áreas de Floresta Estacional e ecótono (Floresta Estacional/Floresta Ombrófila) no estado do Tocantins, buscando subsídios para a conservação, manejo florestal, compensação de reserva legal e recuperação ambiental, além de discutir as identidades fitogeográficas em comparação com outras florestas do Brasil. Em 18 bacias hidrográficas, conduziu-se amostragem da vegetação arbórea (DAP > 5 cm) de 22 ...

  17. Litterfall, precipitation and nutrient fluxes in a secondary lowland rain forest in Ile-Ife, Nigeria Queda de serrapilheira, precipitação e fluxo de nutrientes em uma floresta pluvial secundária de terras baixas em Il-Ife, Nigéria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Modupe B. Oziegbe

    2011-09-01

    Full Text Available Litterfall, precipitation and nutrient fluxes were investigated in a 0.25 ha plot of a secondary lowland rain forest in Ile-Ife, Nigeria, for a period of one year. The study determined the magnitude of nutrient fluxes through (litterfall, incident rainfall, throughfall and stemflow and evaluated the relative importance of these components as pathways of nutrient transport to the soil of this forest. There was a significant monthly variation in litterfall and the highest values of the standing crop of litter occurred from November to March. The concentration of elements in both throughfall and stemflow were higher than those of incidence rainfall. Greater quantities of calcium, magnesium, iron, zinc, copper and nitrogen were deposited annually from the forest floor while greater quantities of mercury, potassium, sodium, phosphorus, lead and sulphur were deposited via precipitation. There was net leaching of all elements from the canopy as precipitation pass through it with the exception of copper, hydrogen ions and lead, which were retained in the canopy. The finding of this study shows that litterfall is the major pathway for the cycling of calcium, magnesium, nitrogen and all micronutrients investigated. Net precipitation is the major pathway for the cycling of potassium, phosphorus, sulphur and trace toxic metals (mercury and lead in the forest.Produção de serapilheira, precipitação e o fluxo de nutrientes foram investigados em uma parcela de 0,25 ha de uma floresta pluvial secundária de terras baixas em Ile-Ife, Nigéria, por um período de um ano. O estudo determinou a magnitude dos fluxos de nutrientes através da serrapilheira, da chuva incidente, da interceptada, da escoada pelo tronco, e também avaliou a importância relativa desses componentes como vias de transporte de nutrientes para o solo desta floresta. Houve variação mensal significativa na produção e acúmulo de serapilheira com maiores valores ocorrendo de novembro a

  18. Composição florística e estrutura do componente arbóreo de uma Floresta Paludosa na planície costeira da bacia do rio Itaguaré, Bertioga, SP, Brasil. Floristic composition andstructure of an arboreal component of the Paludal Forest in the coastal plain of the Itaguaré river basin, Bertioga (São Paulo state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celia Regina de Gouveia SOUZA

    2012-06-01

    Full Text Available As Florestas Paludosas costeiras ou “caxetais” ocorrem no Domínio Atlântico, em geral associadas a depressões paleolagunares, cujos terrenos são permanentemente encharcados. Essas florestas se caracterizam por apresentar elevada densidade de indivíduos da espécie Tabebuia cassinoides (Lam. DC., conhecida popularmente por “caxeta”. O presente estudo foi desenvolvido em uma Floresta Paludosa situada na planície costeira do rio Itaguaré, município de Bertioga, Baixada Santista, Estado de São Paulo. A composição florística e a estrutura fitossociológica foram investigadas através da amostragem por parcelas, sendo incluídos todos os indivíduos com 10 cm ou mais de diâmetro a 1,3 m de altura do peito (DAP. Foram registradas 20 espécies e 11 famílias botânicas, resultando em uma densidade total de 450 ind./ha-1. A família com maior riqueza de espécies foi Myrtaceae, com quatro espécies. A análise de similaridade indicou dois grupos florísticos. Tabebuia cassinoides foi, de fato, a espécie mais importante, apresentando grande densidade e dominância de indivíduos, o que reforça sua posição de espécie indicadora deste tipo vegetacional, conforme difundido na literatura. The coastal Paludal Forest or “Caxetal” occurs on the Atlantic Domain, associated to wetlands within palaeolagoonal depressions. It is characterized by a high density of individuals of Tabebuia cassinoides (Lam. DC., which is popularly known as “caxeta”. A Paludal Forest located in the Itaguaré river coastal plain, in the municipality of Bertioga, Santos Lowland, São Paulo State, Brazil was studied. The floristic composition and phytossociological structure was investigated through a plot method including all individuals with diameter at 1.3 m (DBH ≥ 10 cm. A total of 20species and 11 botanic families were sampled, resulting in a total density of 450 ind./ha-1. Myrtaceae showed the highest species richness. The similarity index indicated

  19. FLORÍSTICA E ESTRUTURA EM ÁREA DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL NA REGIÃO DO ALTO URUGUAI, RS / FLORISTIC AND STRUCTURE IN AREA OF SEASONAL DECIDUOUS FOREST IN THE REGION OF THE ALTO URUGUAI, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. R. Lambrecht

    2016-06-01

    Full Text Available           O trabalho teve como objetivos realizar a análise florística das estruturas horizontal e vertical em um fragmento de Floresta Estacional Decidual (FED na região do Alto Uruguai, em Frederico Westphalen, RS, Brasil. Foi realizado um censo em uma área amostral de 10.000 m², subdividida em 100 subparcelas de 10x10 m. Realizou-se a mensuração e a identificação de todos os indivíduos de espécies arbóreas com circunferência a altura do peito (CAP≥ 31,4cm. Com os dados obtidos, foram realizados cálculos de densidade (D, frequência (F, dominância (Do, índice de valor de importância (IVI, índice de valor de cobertura (IVC e a estratificação dos indivíduos. O maior número de espécies concentrou-se na família Fabaceae (10 e o maior número de indivíduos na família Meliaceae (147 ou 25,3%. Trichilia claussenii C. DC. Nectandra megapotamica (Spreng. Mez, Achatocarpus praecox Griseb. e Eugenia rostrifolia D. Legrand representaram 38,28% da densidade relativa e Holocalyx balansae Micheli, Trichilia claussenii, Nectandra megapotamica, Cordia americana (L. Gottshling & J.E.Mill., Phytolacca dioica  L., Achatocarpus praecox, e Eugenia rostrifolia representaram 50,5% da dominância relativa. Considerando a estrutura vertical, as sete espécies mais frequentes apresentaram uma maior quantidade de indivíduos no estrato médio. Conclui-se que a área florestal encontra-se em estágio intermediário de sucessão.

  20. Seleção de espécies arbóreas nativas da região sul do Brasil para reflorestamento e emprego na arquitetura e no design

    OpenAIRE

    Francisco Humberto Franck Filho

    2005-01-01

    A pesquisa aborda, de modo geral, o reflorestamento como uma maneira de conter a grande demanda da indústria moveleira e a degradação das florestas nativas da Região Sul do Brasil, constituída pelos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, bem como o reflorestamento das espécies exóticas de Pinus e Eucalipto e a situação em que se encontram as florestas nativas do Rio Grande do Sul. Na busca pela promoção e valorização da madeira local, após a adoção de critérios imprescindíveis...

  1. Dinâmica sazonal da produção e decomposição de serrapilheira em floresta tropical de transição Seasonal dynamics of the litterfall production and decomposition in tropical transitional forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Sanches

    2009-04-01

    Full Text Available Em função de se analisar a produção, dinâmica e decomposição de serrapilheira em busca da sazonalidade do microclima em uma floresta tropical de transição Amazônia Cerrado, propõe-se estimar a produção de serrapilheira, por meio de caixas de coleta de 1 m² e o acúmulo de serrapilheira sobre o solo por meio de quadrantes de 25 x 25 cm, distribuídos aleatoriamente. Determinaram-se a constante de decaimento (K, o coeficiente de retorno de serrapilheira (K L e a constante de decomposição (K'. Com o emprego de bolsas de nylon preenchidas com folhas de espécies de relevância na floresta (Tovomita schomburgkki e Brosimium lactescens estudou-se a decomposição de folhas e se monitaram os fatores ambientais por meio de equipamentos instalados em uma torre micrometeorológica. A produção de serrapilheira não só se apresentou de forma sazonal, com significativa influência da umidade relativa do ar e da precipitação, em uma floresta de transição, mas foi majoritariamente composta de folhas seguidas de galhos e miscelânea (flores e frutos. A decomposição de folhas em florestas tropicais foi acelerada em ambas as estações, seca-úmida e úmida-seca, sendo a velocidade de decomposição das folhas maior na estação úmida-seca.The objective of this study was to analyze the production, dynamics and litter decomposition as a function of the seasonality of the microclimate in a transitional tropical forest of Amazonia Cerrado. Estimate of litterfall was carried out with collection boxes of 1 m² and floor forest mass with quadrants of 25 x 25 cm distributed randomly. The decline constant (K, litter turnover rate (K L and litter decomposition rate (K' were determined by estimation of litterfall and forest floor litter mass. Leaf decomposition was studied by litter bags with leaves of species of relevance (Tovomita schomburgkki and Brosimium lactescens in the forest. The analysis of the environmental factors was measured through

  2. As viagens e o discurso autobiográfico de Nísia Floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Constância Lima Duarte

    2009-12-01

    Full Text Available Nos livros em que registrou suas viagens pela Europa, Nísia Floresta deixou também, ao lado de reflexões sobre as novas culturas, depoimentos importantes da própria vida. Aliás, praticamente tudo o que se sabe hoje sobre a autora foi encontrado em seus livros, independente deles serem poemas, romances, crônicas ou ensaios, tal o caráter autobiográfico de sua obra. Para este momento, tratarei de um dos livros de viagem: o Itinerário de uma viagem à Alemanha, escrito em francês e publicado em Paris, em 1857. Em seu relato, Nísia Floresta vai privilegiar não a história da cidade que visita, mas a própria subjetividade, ou seja, as emoções que os objetos e os lugares lhe despertam. Através da memória, ela busca reminiscências da infância, ou vai ao encontro de familiares distantes, estejam eles vivos ou não, como forma de novamente re-viver momentos de felicidade. A narradora se coloca no centro da escritura, se auto contempla romanticamente, e tudo o mais parece girar à sua volta.

  3. Reabsorção de nutrientes por espécies arbóreas acumuladoras de fósforo na Amazônia: influência na qualidade da serrapilheira.

    OpenAIRE

    Oliveira, Patricia Chaves; Carvalho, Claudio Jose Reis

    2009-01-01

    A importância de se conhecer as concentrações e os estoques de nutrientes como o fósforo (P) e o nitrogênio (N) na serrapilheira (liteira) produzida por espécies potencialmente acumuladoras de fósforo em florestas secundárias cujos solos são deficientes neste nutriente deve-se à necessidade de se identificar mulch de qualidade para a tecnologia de preparo de área do tipo chop and mulch recentemente praticada pela Agricultura Itinerante do Nordeste do Estado do Pará. Dessa forma, os teores e o...

  4. Incongruências na criação de unidades de conservação: um estudo de caso da “flona de açu”

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo de Almeida Leite

    2015-12-01

    Full Text Available Este artigo utiliza o método do estudo de caso para analisar a criação da Floresta Nacional de Açu, mais conhecida como Flona de Açu, localizada no município de Assú, Estado no Rio Grande do Norte. Observou-se que existem ilegalidades formais na criação da Flona de Açu que estão gerando conflitos de gestão de informação com os diversos órgãos ambientais (nível municipal, estadual e federal. Um exemplo disto foi a permissão da criação de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE na mesma área da Floresta. Desta forma, procura-se alertar que no caso da Flona de Açu, sua criação deveria ter ocorrido por um processo mais democrático, de forma a permitir uma melhor integração entre os diversos órgãos ambientais.

  5. Florística e estrutura de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no Planalto Catarinense

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carine Klauberg

    2010-04-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p35 O Planalto Catarinense constitui-se em uma importante região estratégica para estudos referentes à conservação, em função da ocorrência de remanescentes de Floresta Ombrófila Mista e por ser uma área de recarga e afloramento do aquífero Guarani. Com o objetivo de avaliar a similaridade florística entre diferentes áreas amostrais e descrever a estrutura do componente arbóreo, foram alocadas, no Parque Natural Municipal de Lages, SC, quatro parcelas permanentes (40 x 40m e cada uma foi dividida em 16 unidades amostrais de 10 x 10m. Árvores com DAP ≥ 5cm foram mapeadas, marcadas e mensuradas. Os espécimes foram coletados, identificados e depositados em herbário. Foram amostradas 46 espécies distribuídas em 39 gêneros e 27 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram Myrtaceae, Lauraceae, Salicaceae e Sapindaceae as quais apresentaram alta densidade, assim como Dicksoniaceae e Clethraceae. Sete espécies somaram mais de 60% do total de indivíduos amostrados. A diversidade específica (H’ foi de 3,05 nats.ind-1 (J’= 0,81. A similaridade entre as parcelas foi de 32 a 44%, indicando baixa semelhança entre as parcelas estudadas. A distribuição espacial da maioria das espécies é classificada como agregada, conforme o índice de Morisita. Esta floresta é considerada rica e diversa, com espécies arbóreas ameaçadas de extinção tais como Araucaria angustifolia e Dicksonia sellowiana. Devido à grande importância ecológica para a flora e fauna local e o processo de fragmentação na região, este remanescente florestal deve ser protegido e conservado, visto que ainda ocorrem interferências antrópicas negativas.

  6. SISTEMAS DE PRODUÇÃO OLERÍCOLA COMERCIAL DO MUNICÍPIO MATO-GROSSENSE DE ALTA FLORESTA, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jakeline Santos Santos Cochev

    2014-12-01

    Full Text Available Dentre os sistemas agrícolas desenvolvido no âmbito da agricultura familiar está a olericultura, sendo esta responsável pelo abastecimento dos mercados, pela geração de empregos e subsistência humana. Desse modo, objetivou-se caracterizar a atividade olerícola comercial do município de Alta Floresta/MT, dando enfoque ao perfil social e econômico dos agricultores familiares, com o intuito de evidenciar a geração de subsídios que contribuam para o planejamento e desenvolvimento da atividade em âmbito municipal. Para isso, foram utilizados os dados do Censo Agropecuário de 2006 do IBGE relativo às variáveis: mão de obra; número de estabelecimentos agropecuários; condição do produtor; grupo de atividades econômicas e produtos da olericultura; trabalho de campo para realização de entrevista, com aplicação de questionário quali-quantitativo para avaliação das características sociais e econômicas dos agricultores e georreferenciamento das sedes e da área produtiva das propriedades através do Sistema de Posicionamento Global-GPS. Assim, verificou-se a redução do número de pessoas por família e também a evasão dos jovens da área rural para a área urbana em busca de oportunidades de emprego e renda. Constatou-se ainda, que é maior o número de homens do que mulheres, entre os entrevistados. Além disso, as dificuldades enfrentadas pelos agricultores estão na falta de mão de obra e assistência técnica especializada. Portanto, concluiu-se que o desenvolvimento da olericultura comercial no município de Alta Floresta demanda de políticas públicas que apoiem este segmento da agricultura familiar.

  7. ANÁLISE DAS AÇÕES DO POLO DE EXCELÊNCIA EM FLORESTAS PARA A INOVAÇÃO E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A O SETOR FLORESTAL EM MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Luísa da Costa Lage

    2016-06-01

    Full Text Available A inovação tecnológica assume destaque por manifestar-se como a mais importante força do crescimento econômico. O objetivo deste estudo foi compreender as ações realizadas pelo Polo de Excelência em Florestas em busca da inovação no setor florestal de Minas Gerais. A teoria utilizada discorre sobre o Sistema de Inovação e a Hélice Tríplice, como fundamento para a articulação entre governo, universidade e setor privado na promoção da inovação. Trata-se de uma pesquisa descritiva realizada por meio de análise documental, observação e entrevistas semiestruturadas. Utilizou-se o modelo de processo de inovação de Bessant e Tidd (2009 para analisar em que níveis se concentravam as ações na busca pela inovação. Os resultados da pesquisa apontam que Polo de Excelência em Florestas desenvolveu, entre 2007 e 2013, essencialmente, projetos que buscam gerar inovação, em estágio primário, e quatro deles em estágio de seleção da inovação, em estágio secundário. Destaca-se o projeto Sistema de Informação Florestal, responsável pela criação do Centro de Inteligência Florestal (CIFlorestas, da Biblioteca Virtual Florestal e do Bureau de Inteligência Florestal, como resultados dos esforços do Polo em se tornar referência no setor florestal. 

  8. CULTIVO DE MILHO SOB INFLUÊNCIA DE RENQUES DE PARICÁ EM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arystides Resende Silva

    2015-07-01

    Full Text Available A utilização de sistemas de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF tem aumentado em função deste sistema proporcionar produção mais eficiente de alimento e madeira de forma sustentável com uma maior produção por área. O sucesso desses sistemas está relacionado com alguns fatores, como o cultivo de espécies tolerantes ao sombreamento e práticas de manejo que permitam a sua produtividade. O objetivo deste trabalho foi avaliar o milho BRS 1030 cultivado sob influência de renques de paricá (Schizolobium amazonicum em sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com 4 repetições. Os tratamentos foram compostos por cultivo de milho consorciado com forragem (Brachiaria ruziziensis em parcelas distantes 2,5 m, 5 m e 10 m em relação à linha de plantio do paricá com 3 anos de cultivo. Avaliou-se a altura de planta e espiga, a produção de grãos e estande de plantas. As variáveis altura de planta e altura de espiga não apresentaram diferença significativa em função da distância entre os renques de árvores. O sombreamento dos renques de paricá não afetou a produtividade de grãos (kg.ha-1 e saca.ha-1 do milho quando comparado as distâncias entre os renques de árvores e as linhas da cultura. Os renques de paricá com três anos de cultivo na área de estudo não afetou o desenvolvimento do milho em consórcio com forragem.

  9. Composição florística e estrutura fitossociológica de dois fragmentos de floresta de restinga no Município de Bertioga, SP, Brasil Floristic and phytosociological analysis of two fragments of restinga forest in Bertioga, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Guedes

    2006-06-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado em dois fragmentos de floresta de restinga (floresta inundável e floresta não inundável no Município de Bertioga, Estado de São Paulo, em uma área com extensão total aproximada de 3.000.000 m², pertencente ao condomínio residencial Riviera de São Lourenço. Para o levantamento fitossociológico foram instaladas 48 parcelas de 10×10 m distribuídas em blocos de 20×30 m e de 10×30 m, onde foram amostrados todos os indivíduos lenhosos com perímetro do caule à altura do peito (PAP igual ou superior a 10 cm. Foram levantados 893 indivíduos distribuídos em 83 espécies e 31 famílias. As espécies da floresta não inundável com maior valor de importância (VI foram: Manilkara subsericea (Mart. Dubard, Amaioua intermedia Mart. ex K. Schum., Didymopanax angustissimum A. Sampaio, Miconia cubatanensis Hoehne, Euterpe edulis Mart., Syagrus pseudococos (Raud. Glassm., Bactris setosa Mart., Guarea macrophylla Vahl. e Nectandra oppositifolia Ness & Mart. ex Mez. e na floresta inundável: Eriotheca pentaphylla (Vell. emend K. Schum. A. Robyns, Calophyllum brasiliense Cambess., Syagrus pseudococos, Tabebuia cassinoides (Lam. DC., Manilkara subsericea, Tabebuia obtusifolia (Cham Bureau, Didymopanax angustissimum, Sloanea guianensis (Aubl. Benth. e Amaioua intermedia. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,50 nats/ind. para a floresta inundável e 3,70 nats/ind. para a floresta não inundável.A phytosociological investigation in two fragments of restinga forest (flooded and nonflooded in Riviera de São Lourenço complex, Bertioga, São Paulo, was carried out. Each fragment in the phytosociological survey was studied using 10×10 m plots. These plots were distributed in blocks of 20×30 m and 10×30 m, for a total area of 4,800 m². The 893 individuals sampled in both fragments were distributed in 83 species and 31 families. The species with highest importance values (IV in the flooded restinga

  10. Sample intensity in ombrophilous open forest at Verde Para Sempre Extractive Reserve, Porto de Moz, PA = Intensidade amostral em Floresta Ombrófila Aberta na Resex Verde Para Sempre, Porto de Moz, PA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio Miranda Leão

    2018-03-01

    uma área de Floresta Ombrófila Aberta na Resex Verde Para Sempre. Foi simulada uma amostragem aleatória, com unidades amostrais de 1 ha e diversas intensidades amostrais: 5, 10, 15 e 20% em uma área de 200 ha, que foi submetida a um censo florestal. Foram avaliados os parâmetros fitossociológicos, como estrutura e diversidade, e os erros estimados pelas intensidades amostrais para o volume. A floresta apresenta uma estrutura com alta diversidade e espécies de alto valor econômico, indicando aptidão ao manejo florestal sustentável. Os tratamentos 5 e 10% de intensidade amostral não foram suficientes para contemplar todas as espécies existentes na área e estimar o volume dentro do limite de precisão exigido, o máximo de 10% de erro amostral. Os tratamentos de 15 e 20% se assemelharam ao valor paramétrico no que tange a composição florística, a diversidade de espécies e volumetria do censo florestal da área, não apresentando diferença significativa entre eles. A análise da estrutura fitossociológica mostrou a importância de se utilizar inventários amostrais para se avaliar o potencial econômico de uma área e sua aptidão ao manejo florestal.

  11. A FLORESTA EM MEDIAÇÕES: Mídias, Discursos e Recepções pelos Marajós

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Pantoja Silva

    2011-01-01

    Full Text Available O artigo trata da relação entre os meios de comunicação e educação no município de Melgaço, no Marajó das Florestas/ Pa, sobretudo em comunidades do roteiro Tajapuru que deixam ver o quanto o acesso às mídias já atravessou as redes da cultura de tradição oral e osespaços geográficos do município. Com objetivo de compreender a articulação dos meios de comunicação na prática pedagógica da escola e as interações externas dos alunos com essa nova representação social da realidade através das mídias, elaboramos pesquisa de campo, do tipo pesquisa-ação (THIOLLENT, 1998, com alunos (de 3ª a 7ª séries da rede pública de ensino municipal em 2010. Com base na teoria da recepção em Baccega (1998 e Martín-Barbero (2001, analisamos esta incorporação midiática a partir da escola, vista como lugar das mediações. Os resultados mostraram a incipiente inserção da mídia à prática educativa em Língua Portuguesa, mas também abriram caminhos para outras perspectivas de letramento eseus novos significados no dia a dia da sala de aula.

  12. Mapeamento de campos hidromórficos na serra Catarinense por meio de modelagem hidrológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorgeane Schaefer-Santos

    Full Text Available Os ecossistemas campestres entremeados aos fragmentos de Floresta com Araucária são comuns na serra catarinense. Existem fortes indicativos de que parte dos campos da região, os não hidromórficos, sobre solos minerais, seja resultante da exploração da floresta ou do impedimento de seu avanço, cuja cobertura, hoje, é inferior a 10%. Porém, os hidromórficos, exclusivamente em Organossolos, ocupando feições específicas na região, dão evidências de serem, embora impactados, naturais. O presente estudo teve como objetivo mapear a localização dos campos hidromórficos, partindo de dados de campo comparados aos mapas de fatores hidrológicos produzidos principalmente a partir do modelo digital de elevação (MDE e rede de drenagem. Os resultados mostram que o comprimento de fluxo superior a 400 m está positivamente correlacionado à profundidade das zonas hidromórficas. Os relevos patamarizados e planos relacionam-se às zonas hidromórficas, porém a escala do estudo não leva à caracterização final das mesmas. Ainda que os resultados sejam em caráter preliminar, nota-se que pesquisas complementares abordando análise espacial do relevo são necessárias.

  13. History, Culture and Memory: Nisia Floresta Literature as Women's Rights Source

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alana Lima de Oliveira

    2016-12-01

    Full Text Available Assuming that the translation practice is a dynamic process of constant movement that mobilizes knowledge, and is, therefore, incompatible with the fixed, stable, and universal idea of the literal translation(which was defended by the traditional theory for many years, we’ve reached the conclusion that the cultural translation accomplished by Nísia Floresta in the text that founded feminism in Brazil, despite being a literary and non-legal one, contributed decisively to the historical statement of women’s human rights, and represents what we can call law’s cultural voyage.

  14. Does the edge effect influence plant community structure in a tropical dry forest? O efeito de borda influencia a estrutura da comunidade vegetal em uma floresta tropical seca?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diogo Gallo Oliveira

    2013-04-01

    Full Text Available Edge effects are considered a key factor in regulating the structure of plant communities in different ecosystems. However, regardless to few studies, edge influence does not seem to be decisive in semiarid regions such as the Brazilian tropical dry forest known as Caatinga but this issue remains inconclusive. The present study tests the null hypothesis that the plant community of shrubs and trees does not change in its structure due to edge effects. Twenty-four plots (20 x 20 m were set up in a fragment of Caatinga, in which 12 plots were in the forest edges and 12 plots were inside the fragment. Tree richness, abundance and species composition did not differ between edge and interior plots. The results of this study are in agreement with the pattern previously found for semiarid environments and contrasts with previous results obtained in different environments such as Rainforests, Savanna and Forest of Araucaria, which indicate abrupt differences between the border and interior of the plant communities in these ecosystems, and suggest that the community of woody plants of the Caatinga is not ecologically affected by the presence of edges.Efeitos de borda são considerados fator-chave na regulação da estrutura de comunidades vegetais em diferentes ecossistemas. Entretanto, apesar dos poucos estudos relacionados, o efeito de borda parece não ser determinante em regiões semiáridas, como a floresta tropical seca brasileira, conhecida como Caatinga. Este estudo testou a hipótese nula de que a comunidade vegetal arbustivo-arbórea não sofre alterações em sua estrutura, riqueza e composição devido ao efeito de borda. Foram instaladas 24 parcelas (20 x 20 m em um fragmento de Caatinga arbórea, sendo 12 parcelas na borda do fragmento e 12 parcelas no seu interior. A riqueza, abundância e composição das espécies não diferiram estatisticamente entre as parcelas de borda e interior. Os resultados deste estudo corroboram um possível padr

  15. Estoque e frações de carbono orgânico e fertilidade de solo sob floresta, agricultura e pecuária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marihus Altoé Baldotto

    2015-06-01

    Full Text Available O entendimento dos fenômenos de trocas de carbono entre solo, água e atmosfera é fundamental para o manejo e a conservação de ecossistemas naturais e agrários. Os objetivos deste trabalho foram determinar os estoques de carbono orgânico, as suas frações e a fertilidade do solo sob os manejos florestal (mata remanescente, integrando agricultura e florestas (eucalipto e cutieira e em monoculturas agrícola (sob pivô central e pastoril (braquiária, na Bacia do Rio Paraopeba, em Florestal-MG, visando a propor indicadores para a avaliação de manejo e conservação do solo. As amostras de solo foram coletadas em remanescente de mata nativa (Mata, em área agrícola cultivada sob irrigação de pivô central (Pivô e em áreas de cultivo de Corymbia citriodora (Corymbia citriodora (Hook. K.D. Hill & L.A.S. Johnson (Eucalipto, Joannesia princeps Vell. (Cutieira e Brachiaria decumbens Stapf (Pasto, nas profundidades de 0 a 20 e 20 a 40 cm. Os resultados indicaram que as estimativas dos estoques e de estabilidade do carbono orgânico aumentaram com a fertilidade do solo. Os sistemas florestais, principalmente a Mata, acompanhada pelos sistemas de manejo do solo integrando florestas à pastagem, em comparação com o cultivo contínuo ou a monocultura de pastagem, apresentaram estoques de carbono maiores, mais estáveis e menos solúveis, com formas mais aromáticas e hidrofóbicas (maior relação AH/AF, indicando menor potencial de lixiviação de carbono para o sistema aquático adjacente.

  16. Predação de sementes de andiroba [Carapa guianensis Aubl. e Carapa procera DC. (Meliaceae] por insetos na Amazônias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Araújo Pinto

    2013-12-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram identificar os insetos associados à predação de sementes de Carapa guianensis e Carapa procera e avaliar o potencial de dano nas sementes por insetos e a ocorrência de estratificação vertical na predação de sementes de andiroba. O estudo foi realiado em plantios de C. guianensis e C. procera na Reserva Florestal Ducke, Manaus, Estado do Amazonas, Brasil. As coletas foram realizadas semanalmente no chão da floresta e mensalmente em três diferentes alturas (terços da copa das árvores. Para avaliar o efeito da predação na germinação, 30 sementes não predadas e 30 sementes predadas coletadas mensalmente do chão da floresta foram colocadas para germinar por um período de um mês. Os resultados indicaram que Hypsipyla grandella e H. ferrealis (Lepidoptera, Pyralidae foram as principais espécies de insetos associadas à predação das sementes de C. procera e C. guianensis, resultando em taxas de predação média de 39% a 61,96%, respectivamente. Observou-se estratificação vertical na predação dos frutos e sementes na copa das árvores de ambas as espécies de Carapa. A predação das sementes de C. procera e C. guianensis por Hypsipyla spp. reduziu o processo de germinação. Este estudo produziu informações sobre a associação entre C. procera e C. guianensis e as espécies de Hypsipyla.

  17. Trap and soil monolith sampled edaphic spiders (arachnida: araneae in Araucaria angustifolia forest Aranhas (arachnida: araneae edáficas amostradas por armadilhas e monólitos de solo em florestas com Araucaria angustifolia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dilmar Baretta

    2007-08-01

    reas: floresta nativa com predominância de araucária (NF; reflorestamento de araucária (R; reflorestamento de araucária submetido a incêndio acidental (RF; e pastagem natural com araucárias nativas e ocorrência de incêndio acidental (NPF. Considerando os dois métodos de amostragem (Monólito e armadilhas de solo, foram identificadas 20 famílias de aranhas associadas às áreas. O método das armadilhas de solo foi mais eficiente, capturando 19 das 20 famílias registradas, enquanto o do Monólito extraiu apenas dez destas famílias de aranhas. A abundância de famílias de aranhas e o índice de diversidade de Shannon (H foram afetados pelo método de coleta utilizado, sendo os valores destes atributos sempre superiores na NF e inferiores na NPF. A análise de correspondência (AC demonstrou que existe separação espacial entre as áreas estudadas. Sugere-se que as modificações na abundância de famílias de aranhas de solo sejam provocadas principalmente pelas intervenções antrópicas que as florestas de araucária vêm sofrendo nos últimos anos.

  18. FATORES EDÁFICOS E AS VARIAÇÕES FLORÍSTICAS DA REGENERAÇÃO NATURAL EM DUAS FORMAÇÕES FLORESTAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Gonçalves Jardim

    2016-06-01

    Full Text Available Os ecossistemas litorâneos são influenciados pelas características do solo que junto com a disponibilidade de nutrientes atuam como fator determinante da composição florística e da estrutura de uma comunidade vegetal. Com o objetivo de verificar a correlação entre os fatores edáficos e a composição de espécies em duas formações florestais da Área de Proteção Ambiental Algodoal-Maiandeua, Maracanã, Pará, foram delimitadas três parcelas de 50 x 50 m (0,75 ha na floresta de restinga seca e duas (0,50 ha na floresta inundável. Cada parcela foi dividida em 50 subparcelas de 2 x 2 m distribuídas aleatoriamente e foram identificados e quantificados todos os indivíduos com altura ≥ 5 cm e ≤ 80 cm, calculada a densidade relativa e coletadas 5 amostras simples de solo por parcela. Para relacionar os gradientes ao componente edáfico foi realizada a análise de correspondência canônica (CCA. Na floresta de restinga seca a CCA mostrou maior correlação entre Myrcia fallax, Pradosia pedicellata, Protium heptaphyllum e Parkia pendula com Fe, P, Cu, Ca, K e MO e na floresta inundável Symphonia globulifera e Virola surinamensis tiveram alta relação com CaCl2, KCl, H2O, Zn e N. Foi constatada a separação das espécies mais bem representadas nas duas florestas e respectivos nutrientes do solo. Palavras-chave: Floresta de restinga seca, floresta inundável, nutrientes no solo.

  19. Estratégias para evitar a perda de biodiversidade na Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ima Célia Guimarães Vieira

    2005-08-01

    Full Text Available A SOCIEDADE brasileira recebe, anualmente, a estimativa de perda de floresta na Amazônia por meio da taxa de desflorestamento divulgada pelo Inpe, a qual, em 2004, foi de aproximadamente 26.130 km² . O que não se conhece é o quanto de recursos naturais se perde a cada quilômetro quadrado de floresta destruída. Neste trabalho, apresentamos números concretos desta perda, baseados em estudos recentes sobre a densidade de plantas e de alguns grupos de animais na Amazônia. Com base nisso, defendemos a idéia de que não há necessidade de se ampliar o desflorestamento na região e que, portanto, qualquer licença de desmatamento deveria ser proibida na Amazônia. Sugerimos também que o sistema de ciência e tecnologia regional deve ser descentralizado através do desenvolvimento de programas de pesquisa integrados, focalizados no desenho e no teste de modelos de territórios sustentáveis para os diferentes setores da região.BRAZILIAN society receives yearly an estimate of the Amazonian rainforest loss by means of a deforestation rate announced by Inpe, which in 2004 was of approximatly 26,130 km². What we do not know is how much of the natural resources is lost in each square kilometer of forest destruction. In this work, we present concrete numbers of forest loss, based on recent studies of plant densities and some animal species in the Amazon region. Our findings support the idea that it is not necessary to extend further deforestation in the region and, therefore, that deforestation licenses should be forbidden. Moreover, we propose that regional science and technology system must be gradually descentralized and enhanced through the integration and development of research programs focused in drawing and testing models of sustainable territories for the different social segments of the region.

  20. Impacto da conversão floresta - pastagem nos estoques e na dinâmica do carbono e substâncias húmicas do solo no bioma Amazônico Impact of forest-pasture conversion on stocks and dynamics of soil carbon and humic substances in the Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Alves de Araújo

    2011-03-01

    Full Text Available O presente estudo avaliou as consequências do desmatamento e a utilização do solo com Brachiaria brizantha em relação ao estoque e dinâmica de C e frações húmicas em duas floresta-pastagem no Acre. A primeira localizada sequências município de Rio Branco em área de Floresta Aberta com bambu e palmeira e duas pastagens de B. brizantha de 3 e 10 anos com predomínio de Argissolo Vermelho-Amarelo alítico plíntico. O segundo situado no município de Senador Guiomard em área de Floresta Densa e pastagem de B. brizantha de 20 anos em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico. Em cada local foram coletadas, em triplicata, amostras de solos nas profundidades de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm. Nestas amostras foram avaliadas as características físico-químicas, o C das substâncias húmicas e da matéria orgânica leve, e a composição isotópica do solo e das respectivas frações orgânicas até 1 m de profundidade, determinando o percentual de C derivado da pastagem e da floresta. Houve incremento nos estoques de C do solo e nos valores de δ13C do solo com o tempo de utilização da pastagem, em ambas as sucessões. A porcentagem de C derivado de pastagem foi expressiva na camada superficial do sistema com 20 anos de uso, com proporções que chegaram a 70% do C total. Os valores de δ13C para os ácidos húmicos variaram de -12,19 a -17,57 ‰, indicando maior proporção de C derivado da pastagem. A estabilidade estrutural da MOS, inferida pela relação humina com as frações ácido fúlvico e ácido húmico (HUM/FAF+FAH, tenderam a diminuir nos ecossistemas de pastagem quando comparada com as florestas naturais.This study evaluates the impacts of converting natural Amazonian forests in Brazil to pasture dominated by Brachiaria brizantha concerning to C dynamics and humic fractions in two soil chronosequences in the Acre State, Brazil. The first site, dominated by Plinthic Red Yellow Argissols (Ultisols, is located in the municipality

  1. Fenologia de três espécies de Myrsine l. em floresta secundária semidecídua no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Bauer

    2012-10-01

    Full Text Available Eventos vegetativos e reprodutivos de Myrsine lorentziana (Mez. Arechav., M. guianensis (Aubl. Kuntze e M. coriacea (Sw. R. Br. foram avaliados por dois anos, em Floresta Estacional Semidecidual secundária, no Parque Municipal Henrique Luís Roessler, Novo Hamburgo, RS, Brasil. Os eventos fenológicos foram relacionados a variáveis climáticas, e observou-se correlação negativa com a temperatura e o fotoperíodo em M. guianensis e M. coriaceae, na fenofase floração, enquanto na frutificação essa correlação ocorreu em M. lorentziana e M. coriaceae. M. guianensis foi a única espécie que apresentou correlação negativa da fenofase de frutos maduros com o fotoperíodo e a temperatura. Floração e frutos maduros constituíram eventos sazonais nas três espécies, que em conjunto fornecem alimento para a avifauna durante o ano todo. A presença de frutos imaturos, queda foliar e brotamento demonstrou ser um evento contínuo ao longo do ano. Nenhum evento fenológico se correlacionou com a precipitação, resultado esperado em ambientes sem períodos secos regulares.

  2. Mucoepidermoid Carcinoma in the Skull of an Orange-winged Amazon Parrot (Amazona amazonica).

    Science.gov (United States)

    Nau, Melissa R; Carpenter, James W; Lin, Denise; Narayanan, Sanjeev; Hallman, Mackenzie

    2017-09-01

    A 33-year-old female intact orange-winged Amazon parrot (Amazona amazonica) presented for a slowly growing mass over the right eye. A computed tomography scan performed with and without intravenous contrast revealed a heterogeneous mixed soft tissue and mineral-dense mass with a small area of non-contrast-enhancing fluid density located between the orbits at the caudal aspect of the nasal passages, with associated lysis of the right caudal nasal passage and the right frontal bone. Following euthanasia, the mass was found to consist of soft tissue between the right eye and nostril over the right frontal bone. Lysis of the underlying bone resulted in a bony defect leading into the infraorbital sinus along the dorsorostral aspect of the right eye. Histopathology revealed an unencapsulated, poorly demarcated, highly cellular neoplasm composed of islands and trabeculae of neoplastic cells embedded in abundant loose fibrovascular stroma which completely obliterated the cortical bone and sinuses of the rostral skull and infiltrated the surrounding muscle and soft tissue. Histologically, the tumor was consistent with a high-grade mucoepidermoid carcinoma, characterized by the presence of epidermoid, intermediate, and mucous-producing cell types. No evidence of metastasis was identified. The tissue of origin was suspected to be salivary or nasal mucous glands, but was difficult to confirm due to distortion of normal tissue architecture as a result of the tumor. Although mucoepidermoid carcinomas are a common salivary gland tumor in human medicine, they are not well recognized in avian species, and no specific case reports exist describing this pathology in an Amazon parrot. Despite the lack of distinct salivary glands in most avian species, mucoepidermoid carcinomas can occur, can cause significant clinical disease, and should be included as a differential diagnosis for avian patients presenting with similar lesions.

  3. POLÍTICA AMBIENTAL: A NEGLIGÊNCIA DO URBANO NA AMAZÔNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antonio Chagas

    2016-07-01

    Full Text Available A Amazônia abriga 25 milhões de habitantes vivendo em meio a uma floresta preservada pela política ambiental hegemônica que incide sobre a região. A urbanização da Amazônia é um fenômeno das últimas três décadas, com casos de estados que atingem 99,3% da população concentrada em núcleos urbanos, como o Amapá. Tal fenômeno tem impactado a condição de vida nas cidades, sobretudo na capital do estado, Macapá, onde praticamente não existe cobertura de rede de esgotamento sanitário, além de apresentar baixos percentuais de acesso à água tratada e de manejo de resíduos sólidos. Macapá é a porta de entrada de um dos maiores maciços florestais preservados do planeta. A conexão entre a política ambiental e a politica urbana é um tema que tem pautado debates na busca de elementos teóricos que possam instruir a formulação de política ambiental integrada às questões urbanas. O presente artigo traz contribuições a esse debate, sustentando que a política urbana foi negligenciada pelos governos, deixando um campo de dúvidas e incertezas sobre a relação de integração e de benefício mútuo entre a condição de vida urbana e a preservação da floresta

  4. Composição, diversidade e similaridade florística de uma floresta tropical semidecídua submontana em Marcelândia - MT Floristic composition, diversity and similarity of a submontane semideciduous tropical forest in Marcelândia - MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elbert Viana Ferreira Júnior

    2008-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a composição, diversidade e similaridade florística de uma área de floresta estacional semidecidual localizada no município de Marcelândia-MT, em área de tensão ecológica, na região de contato floresta ombrófila/floresta estacional. Foram amostrados 4008 indivíduos, pertencentes a 33 famílias e 92 espécies, em 74 parcelas de 10 m x 250 m. As famílias que apresentaram maior valor percentual de árvores foram: Lauraceae (15,99%, Melastomataceae (12,97%, Sapotaceae (12,50%, Fabaceae - Mimosoideae (9,91%, Burseraceae (9,13% e Moraceae (7,29%. Os valores obtidos para os índices de diversidade Shannon-Weaver, de concentração de Simpson e de equitabilidade de Pielou indicaram que a área apresenta diversidade relativamente alta e baixa concentração de espécies com alta uniformidade nas proporções indivíduos/espécies dentro da comunidade vegetal. Os padrões de similaridade florística evidenciaram baixa similaridade entre as áreas avaliadas evidenciando existência de padrões fitogeográficos baseados na distribuição das espécies.The objective of this study was to analyze the floristic composition, diversity and similarity of a submontane, semideciduous tropical forest in Marcelândia-MT, in an ecological tension area in the forest contact region. The 33 families and 92 species specimens were found in 4008 individuals, in 74 plots of 10m x 250 m. The families that contributed most frequently to the floristic composition were Lauraceae (15.99%, Melastomataceae (12.97%, Sapotaceae (12.50%, Fabaceae - Mimosoideae (9.91%, Burseraceae (9.13% and Moraceae (7.29%. The Shannon-Weaver diversity, Simpson concentration and Pielou evenness indexes indicated that the area presents relatively high diversity and low concentration of species with high uniformity in the ratios of individuals per species. The floristic similarity standards had low similarity among the evaluated areas evidencing the

  5. Caracterização florística de uma área de contato entre Cerrado e Mata Atlântica na região sudoeste do Estado de São Paulo.

    OpenAIRE

    Nicole da Silva PINTO; Natalia de Oliveira COSTA; Ana Carolina de Oliveira BARBOSA; Conceição Rodrigues de LIMA; Maria Teresa Zugliani TONIATO; Geraldo Antonio Daher Corrêa FRANCO; João Aurélio PASTORE; Osny Tadeu de AGUIAR; João Batista BAITELLO; Roque CIELO-FILHO; Silvana Cristina Pereira Muniz de SOUZA

    2012-01-01

    Remanescentes de vegetação nativa em áreas de contato florístico e fitogeográfico têm especial importância na conservação da biodiversidade. A EstaçãoExperimental de Itapeva – EExI apresenta os referidos atributos, pois, abriga remanescentes de Floresta Estacional Semidecidual e de Cerrado. A EExI está localizada na BaciaHidrográfica do Alto Paranapanema – BHAP, na região sudoeste do Estado de São Paulo, considerada altamente degradada e prioritária para estudos de flora e fauna. Os objetivos...

  6. Estrutura, diversidade e distribuição espacial da vegetação arbórea na Floresta Ombrófila Mista em Sistema Faxinal, Rebouças (PR / Structure, diversity and spatial distribution of trees in the Araucaria Forest in Faxinal System, Rebouças (PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Farinha Watzlawick

    2011-12-01

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo analisar a estrutura, diversidade e distribuição espacial das espécies arbóreas presentes em uma área de Floresta Ombrófila Mista em Sistema Faxinal no município de Rebouças (PR. O levantamento foi realizado no Faxinal do Salto onde foi instalada uma unidade amostral de 1 ha, a qual foi subdividida em 100 subparcelas de 100 m² cada. Foram mensurados no total 558 indivíduos com DAP≥10 cm, pertencentes a 27 espécies arbóreas, distribuídas em 21 gêneros e 17 famílias botânicas. As famílias que apresentaram maior riqueza de espécies foram Myrtaceae e Salicaceae. O índice de diversidade de Shannon-Wiener (H’ foi de 2,25 nat.ind-1, indicando baixa diversidade florística. O mesmo ocorre para o índice de Equabilidade de Pielou que resultou em um valor relativamente baixo (J=0,68.Cinnamodendron dinisii e Curitiba prismatica foram às espécies que mais se destacaram na comunidade com 28,5% e 11,9%, respectivamente, do valor de importância. A análise da estrutura diamétrica da floresta seguiu o padrão das florestas inequiâneas, ou seja, apresentou distribuição exponencial na forma de “J” invertido. O Índice de Payandeh mostrou que a maioria das espécies (51,9% apresentaram comportamento não agregado. Verificou-se ainda que as práticas realizadas no Sistema Faxinal, como a agricultura de subsistência, o extrativismo e principalmente a pecuária em criadouros comunitários, causam a descaracterização da vegetação natural.AbstractThe aim of this study was to analyze the structure, diversity and spatial distribution of tree species present in the Araucarian Forest in Faxinal System in Rebouças city (PR. The survey was conducted in Faxinal do Salto, where it was installed a sampling unit of 1 ha, which was subdivided into 100 subplots of 100 m² each. It was measured 558 individual trees with DBH ≥ 10 cm, belonging to 27 tree species distributed among 21 genders and 17 families

  7. O desflorestamento na amazônia brasileira.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Humberto Ângelo

    2010-08-01

    Full Text Available O processo de ocupação da Amazônia desencadeou uma série de fatores indutores do desflorestamento, dos quais pode-se citar a expansão da pecuária e fronteira agrícola, a indústria madeireira, os projetos de colonização, a abertura de novas estradas e outras infra-estruturas, o sistema de concessão de direito de posse, o aumento populacional, a especulação por terras, o crescimento econômico regional, entre outros. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diversos fatores socioeconômicos no processo de desflorestamento da floresta amazônica, utilizando-se uma série temporal de 1980 a 1999. As variáveis analisadas foram: o desflorestamento bruto na região Norte, o preço do boi gordo, o efetivo do rebanho bovino, a produção de madeira em tora de floresta nativa, a produção da indústria madeireira, a extensão da malha viária, o Produto Interno Bruto (PIB, o Índice Geral de Preços (IGP, a população da região, o crédito rural, o preço médio da terra, o preço médio da terra para uso agrícola e o preço médio da terra para uso pecuário. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística utilizando-se os métodos de análise de correlação, análise multivariada em componentes principais e análise de regressão simples. Os resultados mostraram que o desflorestamento é influenciado pela produção de madeira em toras, o aumento da população na região Norte, a produção de madeira serrada, a extensão da malha viária e o efetivo do rebanho bovino regional.

  8. Estudo fenológico em três fases sucessionais de uma floresta estacional decidual no município de Santa Tereza, RS, Brasil Phenology study in three successional stages of a seasonal deciduous forest in Santa Tereza, RS, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cáren Andreis

    2005-02-01

    Full Text Available O presente estudo foi realizado em 40 parcelas de área fixa pertencentes a três estágios sucessionais, denominados: Capoeirão, Floresta Secundária e Floresta Madura, em uma Floresta Estacional Decidual no município de Santa Tereza, RS. Foram realizadas observações fenológicas quinzenais em 53 espécies arbóreas, numa média de 8,4 indivíduos por espécie, durante o período de 16 de novembro de 2001 a 10 de novembro de 2002. As fenofases observadas foram floração, frutificação e mudança foliar. Os resultados indicaram que a atividade reprodutiva manteve uma porcentagem relativamente baixa nos três estágios sucessionais durante o período observado, com tendências em ser menor durante a estação de inverno. A quantidade total de folhas na árvore, não se distinguindo estágio sucessional, diminuiu de aproximadamente 85% no período de maior atividade vegetativa para até 35% no inverno, período de repouso, sendo a Floresta Madura a subsere, que manteve os maiores porcentuais de folhas durante o período estudado.The present study was accomplished in forty permanent plots belonging to three forest successional stages, denominated: Brush Forest, Secondary Forest and Mature Forest, in a seasonal deciduous forest in the municipal district of Santa Tereza, RS, Brazil. Phenologic observations were accomplished fortnightly for 53 arboreal species, in an average of 8,4 individuals per species, during the period of November 2001 to November 2002. The stages observed were flowering, fruiting and foliage change. The results indicate that the reproductive activity remained relatively low for three successional stages during the observed period, with a tendency to be even lower during winter. The total amount of leaves on the trees, regardless of the successional stage, decreased from approximately 85%, in the period of higher vegetative activity, to 35% in the winter, resting season. The Mature Forest maintained the largest percentage

  9. Dinâmica de crescimento de espécies de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista em Colombo, PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Canetti

    2014-04-01

    Full Text Available Estudos visando o uso adequado dos recursos da floresta são indispensáveis para o manejo e conservação de remanescentes florestais, como os da Floresta Ombrófila Mista. Tendo em vista a necessidade de se aprimorar conhecimentos sobre o crescimento de espécies em regiões subtropicais, o presente trabalho teve por objetivo monitorar o crescimento diamétrico intra-anual de espécies arbóreas em Colombo, Paraná. Em novembro de 2009 foram instaladas faixas dendrométricas em árvores adultas (de 15 a 25 indivíduos de 9 espécies dentre as mais frequentes em um remanescente de Floresta Ombrófila Mista. As medições de incremento diamétrico foram feitas mensalmente, até junho de 2011. Ocotea bicolor se diferenciou das outras espécies, apresentando crescimento superior e constante. Isto pode ser atribuído ao menor recobrimento da copa das árvores, favorecendo o acesso à luz pela espécie e consequentemente o seu crescimento. O maior crescimento de todas as espécies estudadas ocorreu no outono de 2011, estação antecedida por um inverno de baixa precipitação (inverno de 2010, em que a luminosidade esteve mais disponível para a produção fotossintética.

  10. Modelos de regressão para estimação do volume de árvores comerciais, em florestas de Paragominas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Nobre da Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Em fevereiro de 2009, o Ministério do Meio Ambiente criou a Resolução CONAMA 406, que determina que, a partir do segundo Plano Operacional Anual (POA, só será aceito, pelo órgão ambiental competente, o cálculo do volume de árvores em pé, mediante equação de volume, desenvolvida especificamente para o Plano de Manejo Florestal Sustentável (PMFS. Em função disso, necessita-se especificar um modelo estatístico para estimar o volume comercial das árvores. Neste trabalho, ajustou-se o modelo estatístico às informações coletadas em povoamento de floresta Ombrófila densa, localizada no município de Paragominas, Estado do Pará, com o objetivo de selecionar o de melhor ajuste e precisão. A amostra foi composta de 234 árvores, distribuídas em sete classes diamétricas, com amplitudes de 12 cm, no intervalo de 49 até 127 cm. Obteve-se o volume real, medindo-se as circunferências nas secções, a cada 2 m, determinando-se o CAP e a altura comercial real. A seleção para a escolha do melhor modelo teve como referência o valor da estatística F, o mais alto coeficiente de determinação (R², o menor erro padrão da estimativa em percentagem (Syx% e a análise de resíduos, por meio do Desvio Médio Porcentual (DMP. Com base nas estatísticas mencionadas, concluiu-se que o melhor entre os modelos tradicionais, a ser empregado na área, foi o proposto por Schumacher-Hall. Finalmente, concluiu-se que o modelo alternativo, com variável dummy, é melhor e deve ser o adotado em florestas nativas da Amazônia.

  11. Gradiente florístico das florestas secundárias do Nordeste Paraense Floristic gradient of the northeast Paraense secondary forests

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Shirley Soares Prata

    2010-09-01

    Full Text Available O presente estudo descreve um gradiente florístico de uma cronosequência de florestas secundárias do Nordeste Paraense, a partir de 19 sítios de diferentes idades, avaliados em diferentes anos. Foram usados os dados de densidade e realizada análise de regressão para riqueza, diversidade, densidade, densidade relativa máxima e equibilidade em relação à idade. Foi usado o método de análise de agrupamento hierárquico, sendo a distância euclidiana utilizada como medida de dissimilaridade e aplicada uma Análise de Componente Principal (PCA para confirmação dos grupos. Após a definição dos grupos, foi feita a análise indicadora de espécies (IndVal sobre a mesma matriz utilizada para análise de agrupamento. Encontrou-se um gradiente geográfico na cronosequência analisada e as espécies Tapirira guianensis, Vismia guianensis, Inga alba, Lacistema aggregatum, Croton maturensis, Abarema jupunba, Inga rubiginosa, Guateria poepigiana e Thyrsodium paraense, são indicadoras das florestas secundárias do Nordeste Paraense analisadas neste estudo.This study describes a floristic gradient of secondary forest chronosequence in northeast of Pará State - Brazil, from 19 sites of different ages, evaluated in different years. We used density data and carried out regression analysis for richness, diversity, density, maximum relative density and equitability in relation to the age. We used the hierarchic grouping method of analysis and the Euclidean distance as dissimilarity measure, and applied a Principal Component Analysis (PCA for confirming the groups. After defining the groups, we made an indicating species analysis (IndVal on the same matrix used for the grouping analysis. We found a geographic gradient in the chronosequence analyzed and the species Tapirira guianensis, Vismia guianensis, Inga alba, Lacistema aggregatum, Croton maturensis, Abarema jupunba, Inga rubiginosa, Guateria poepigiana and Thyrsodium paraense to be indicators of

  12. Deposição de nutrientes pela serapilheira em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseane Savian Marafiga

    2012-12-01

    Full Text Available O conhecimento do aporte de nutrientes das espécies que compõem a Floresta Estacional Decidual é ainda incipiente. Objetivou-se, neste trabalho, determinar a deposição de nutrientes pela serapilheira de diferentes espécies, em uma Floresta Estacional Decidual, no município de Itaara, RS. Para a coleta de serapilheira, foram demarcadas seis parcelas de 25,0 m x 17,0 m cada, sendo distribuídos cinco coletores em cada parcela. As coletas de serapilheira foram realizadas mensalmente, no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2007. A serapilheira foi separada em folhas, galhos finos (diâmetro < 0,5 cm e miscelânea (flores, frutos, sementes e restos vegetais não identificáveis. As folhas foram separadas de acordo com as espécies mais representativas da floresta. O material foi analisado quanto aos teores de macro e micronutrientes. A concentração de nutrientes diferiu entre as espécies. A maior transferência de nutrientes ocorreu por meio da fração folhas, seguido pelos galhos finos e miscelânea. Dentre as espécies avaliadas, a espécie Parapiptadenia rigida apresentou a maior transferência de nutrientes, com exceção do Mn, o qual foi mais transferido pela espécie Matayba elaeagnoides, juntamente com a espécie Ocotea pulchella.

  13. Fitossociologia do componente arbóreo na floresta turfosa do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, Rio Grande do Sul, Brasil Phytosociology of the tree component in a peat forest of the National Park Lagoa do Peixe, Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcia Patrícia Pereira Dorneles

    2004-12-01

    Full Text Available A composição florística e a estrutura do componente arbóreo foram analisadas na floresta de restinga turfosa do Parque Nacional da Lagoa do Peixe (31º04' - 31º29'S, 50º461 - 51º09'W, localizado na região central da Planície Costeira do Rio Grande do Sul, Brasil. O componente arbóreo foi amostrado pelo método de quadrantes centrados, incluindo indivíduos com DAP mínimo de 5cm. Foram amostrados 60 pontos, distribuídos ao longo de quatro transectos paralelos, aproximadamente com a mesma orientação NE-SW do sistema lagunar. A composição florística resultou em 14 famílias, 18 gêneros e 21 espécies. A densidade arbórea total estimada para um hectare foi de 3.479 indivíduos. A família com maior riqueza específica foi Myrtaceae. As espécies mais importantes foram Syagrus romanzoffiana (Cham. Glassman, Myrcia multiflora (Lam. DC., Ilex pseudobuxus Reissek, Citharexylum myrianthum Cham. e Dendropanax cuneatum Decne. & Planch. A diversidade específica estimada pelo índice de Shannon (H' foi de 2,601 nats.ind.-1 e a equabilidade (J de 0,854, similar aos resultados obtidos em outros estudos realizados em florestas brejosas ou turfosas do Sul e Sudeste do Brasil.Floristic composition and structure of the tree component were analyzed in a coastal peat forest of the National Park Lagoa do Peixe (31º04' - 31º29'S, 50º46' - 51º09'W, located in the central region of the coastal plain of Rio Grande do Sul, Brazil. The tree component was sampled according to the point-centered quarter method, including individuals with a minimum DBH of 5cm. Sixty sample points were distributed along four parallel transects, approximately with the same NE-SW orientation as the lagoon system. Floristic composition resulted in 14 families, 18 genera and 21 species. The total tree density estimated for one hectare was 3,479 individuals. The family with highest species richness was Myrtaceae. The most important species were Syagrus romanzoffiana (Cham

  14. Contribuição de folhas na formação da serrapilheira e no retorno de nutrientes em floresta de transição no norte de Mato Grosso

    OpenAIRE

    Silva,Carlos José da; Lobo,Francisco de Almeida; Bleich,Monica Elisa; Sanches,Luciana

    2009-01-01

    Este estudo foi desenvolvido numa área de floresta de transição Amazônia-Cerrado no norte de Mato Grosso. Teve como objetivo quantificar a dinâmica da produção e acúmulo e as partes constituintes da serrapilheira, bem como a participação das folhas no retorno do nitrogênio, fósforo e carbono ao solo por meio da decomposição. Foram coletados mensalmente durante um ano dados de serrapilheira total produzida, serrapilheira total acumulada no solo e avaliada a decomposição de folhas no período de...

  15. A Reply to van der Voort's Response to Welch's Review of "Urihi A: A Terra‐ Floresta Yanomami"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James R. Welch

    2011-02-01

    Full Text Available A Reply to van der Voort's Response to Welch's Review of Urihi A: A Terra‐ Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85 85994‐72‐3.

  16. Synergism of optical and radar data for forest structure and biomass / Sinergismo entre dados ópticos e de radar da estrutura da floresta e biomassa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sassan S. Saatchi

    2010-10-01

    Full Text Available AbstractThe structure of forests, the three-dimensional arrangement of individual trees, has a profound effect on how ecosystems function and carbon cycle, water and nutrients. Repeated optical satellite observations of vegetation patterns in two-dimensions have made significant contributions to our understanding of the state and dynamics of the global biosphere. Recent advances in Remote Sensing technology allow us to view the biosphere in three-dimensions and provide us with refined measurements of horizontal as well as vertical structure of forests. This paper provides an overview of the recent advances in fusion of optical and radar imagery in assessing terrestrial ecosystem structure and aboveground biomass. In particular, the paper will focus on radar and LIDAR sensors from recent and planned spaceborne missions and provide theoretical and practical applications of the measurements. Finally, the relevance of these measurements for reducing the uncertainties of terrestrial carbon cycle and the response of ecosystems to future climate will be discussed in details. ResumoA estrutura de florestas, o arranjo tridimensional de árvores individuais, tem um efeito profundo sobre o funcionamento dos ecossistemas e do ciclo do carbono, água e nutrientes. Repetidas observações de satélite óptico de padrões de vegetação em duas dimensões trouxeram contribuições significativas para a nossa compreensão do estado e da dinâmica da biosfera global. Recentes avanços na tecnologia de Sensoriamento Remoto nos permitem ver a biosfera em três dimensões e nos fornecer medições apuradas da estrutura horizontal, bem como a vertical das florestas. Esse artigo fornece uma visão geral dos recentes avanços na fusão de imagens ópticas e de radar para avaliar a estrutura do ecossistema terrestre e biomassa. Em particular, o trabalho concentra-se em sensores radar e LIDAR de recentes missões espaciais planejadas e fornece aplicações teóricas e

  17. The earthworm fauna of regenerating forests and anthropogenic habitats in the coastal region of Paraná A fauna de minhocas em florestas em regeneração e habitats antropogênicos na região costeira do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jörg Römbke

    2009-08-01

    Full Text Available The aim of this study was to evaluate abundance, biomass and diversity of earthworms in the southern coast region of the Mata Atlântica biodiversity hotspot. A total of 51 study sites in pastures, banana monocultures, mixed agroforestry systems, secondary forests in succession and old-growth forests near the coast of Paraná, Brazil, were evaluated. Each site was sampled once. Species richness of the earthworms was generally low and varied little between sites. At all sites except for one, the peregrine species Pontoscolex corethrurus (Glossoscolecidae strongly dominated. Three other peregrine species, Amynthas corticis, Amynthas gracilis (Megascolecidae and Ocnerodrilus occidentalis (Ocnerodrilidae, were frequent in moist sites. No autochthonous species were found. Abundance and biomass of earthworms varied strongly within and between sites (0-338 individuals m-2, 0-96 g m-2 fresh weight. Pastures had significantly lower abundance than all other sites. The forest sites had similar earthworm abundance and biomass, with a tendency to be higher in younger succession stages. The coastal plain region has been strongly altered by human activities. Reasons for the lack of any autochthonous species and the dominance of one peregrine species require further investigation.O objetivo deste estudo foi avaliar a abundância, a biomassa e a diversidade de minhocas, na região costeira sul do "hotspot" de biodiversidade Mata Atlântica. Um total de 51 locais foram avaliados em pastagens, monoculturas de banana e sistemas agroflorestais de banana com palmito e florestas secundárias próximos à costa do Estado do Paraná. Cada local foi amostrado apenas uma vez. A riqueza de espécies de minhocas, de modo geral, foi baixa e variou pouco entre os locais. Em todos os locais, exceto um, predominou a espécie peregrina Pontoscolex corethrurus (Glossoscolecidae. Não foram encontradas espécies nativas em nenhum local. Três outras espécies peregrinas, Amynthas

  18. Variação anual na abertura do dossel, temperatura e umidade do ar no sub-bosque de três ambientes florestais no sul da Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marayana Prado Pinheiro

    2013-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050988445Visando contribuir para o conhecimento dos fatores físicos que afetam a estrutura da comunidade vegetal em remanescentes de mata atlântica do sul da Bahia foi analisada a variação anual do microclima do sub-bosque num fragmento de floresta de encosta na Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra do Teimoso (RST e num sistema agroflorestal rústico utilizado para o cultivo do cacau (Cabruca, localizado nas proximidades da RST. Dados da abertura do dossel (CO, da temperatura do ar (Ta, da umidade relativa do ar (RH e do déficit de pressão de vapor (VPD foram coletados entre abril de 2005 e abril de 2006 na base (RSTB, 340 m e no topo (RSTT, 640 m da RST e na Cabruca (CB, 250 m. Dados de precipitação pluvial, Ta, RH e VPD foram também coletados numa área aberta (OA, 270 m. As maiores precipitações (> 100 mm ocorreram em Novembro de 2005 e Abril de 2006, enquanto outubro de 2005 foi o mês mais seco (< 20 mm. CO variou entre 2,5% na CB (Abril, 2006 e 7,7% na RST (Outubro, 2005. Os baixos valores de pluviosidade registrados em Outubro de 2005 afetaram VPDmax em todos os ambientes. Estes efeitos foram mais pronunciados em OA, seguido de CB, RSTB e RSTT. Os valores de Ta, RH e VPD em CB foram mais próximos aos valores observados em OA do que aos valores observados no interior da floresta.

  19. The role of thermogenesis in the pollination biology of the Amazon waterlily Victoria amazonica.

    Science.gov (United States)

    Seymour, Roger S; Matthews, Philip G D

    2006-12-01

    Several families of tropical plants have thermogenic flowers that show a 2-d protogynous sequence. Most are pollinated by large beetles that remain for the entire period in the flowers, where they compete for mates and feed. Active beetles require high body temperatures that they can achieve endogenously at great energy expense or attain passively and cheaply in a warm environment. Floral heating is therefore hypothesized to be a direct energy reward to endothermic beetles, in addition to its accepted role in enhancing scent production. This study measures the pattern of floral heat production (as temperature in 20 flowers and respiration rates in five flowers) in Victoria amazonica at field sites in Guyana and correlates floral temperatures with body temperatures necessary for activity in visiting Cyclocephala hardyi beetles. Thermogenesis occurred in a bimodal pattern, with peaks associated with the arrival and departure of beetles near sunset. Peak CO(2) production rates averaged 2.9 micromol s(-1), equivalent to a heat production of 1.4 W. Heat was generated mainly in the floral chamber on the first evening and by the stamen complex on the second. Mean chamber temperature remained between 29.3 and 34.7 degrees C during the first night, when ambient temperature was 23.5-25.2 degrees C. Beetles actively competed for mates and consumed stylar processes in the floral chamber, where their mean thoracic temperature was 33.2 degrees C. At the lower ambient temperatures outside of the flower, beetles capable of sustained flight had a similar mean temperature of 32.0 degrees C. Floral heating is not only associated with attraction, but continues throughout the night when beetles are active inside the flower and increases again when they leave. Floral chamber temperatures similar to activity temperatures of actively endothermic beetles imply that thermogenesis is an energy reward.

  20. Dinâmica da estrutura da comunidade de lauráceas no período 1995-2004 em uma floresta de araucária no sul do estado do Paraná, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geise de Góes Canalez

    2010-08-01

    Full Text Available Várias espécies da família Lauraceae estão entre as mais comuns na Floresta de Araucária. Elas possuem bom potencial silvicultural e econômico, mas são pouco estudadas. Este trabalho trata das mudanças estruturais no período 1995-2004 de oito espécies da família Lauraceae ocorrentes em um fragmento florestal localizado no centro-sul do estado do Paraná. As espécies foram analisadas pelos indicadores estruturais e dinâmicos: IVI, abundância, área basal, volume, distribuição diamétrica, distribuição espacial, recrutamento, mortalidade e incrementos. Os resultados demonstraram que, em 10 anos de dinâmica estrutural, a família Lauraceae, de maneira geral, manteve inalterada sua posição de importância na comunidade. Observou-se que as Lauráceas passam por aumento de densidade, porque o recrutamento está sendo maior que a mortalidade. Já o crescimento das Lauráceas tem sido muito baixo, tanto em diâmetro como em área basal e volume. Embora a maior parte das Lauráceas apresente um padrão dinâmico lento, algumas espécies passam por um intenso processo de mudanças, como é o caso da canela-amarela (Nectandra grandiflora Nees & Mart. ex Nees, que aumentou a maioria dos seus indicadores estruturais e dinâmicos, constituindo-se na espécie de maior destaque entre as analisadas. Essa espécie apresenta recrutamento muito superior à mortalidade, distribuição diamétrica decrescente e ampla distribuição espacial. Esses elementos estão tornando essa espécie em uma das três mais importantes em toda a comunidade, juntamente com a araucária (Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze e a erva-mate (Ilex paraguariensis A.St.-Hil.. Concluiu-se que, em 10 anos, já é possível distinguir processos ecológicos importantes que podem servir como indicativos em Planos de Manejo para Florestas semelhantes de Araucária.

  1. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil Edaphic fauna composition in two forest areas in Santa Maria do Jetibá-ES, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geângelo Petene Calvi

    2010-01-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.The vegetal fragments size, structure and diversity have direct influence on the litter decomposition rate of decomposition, by inducing a soil biota specific community. This study was carried out to characterize the soil fauna in forest Atlantic areas with different successional stages in two different seasons (summer and winter in Santa Maria de Jetibá, ES, Brazil. Were used two areas with different vegetation types in relation to successional stage, defi ned as: Secondary Forest "Old" (SFO and Secondary Forest (FS. To edaphic fauna collect, were used "pit fall" traps where in

  2. Estimativa do coeficiente Priestley-Taylor em floresta monodominante Cambarazal no Pantanal Estimation of the Priestley-Taylor coefficient in the monospecific forest in northern Pantanal, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Sanches

    2010-12-01

    Full Text Available O coeficiente Priestley-Taylor (α foi calculado baseado na estimativa da evapotranspiração pelo método de Bowen para floresta monodominante Vochysia divergens no Pantanal, Brasil. A área em estudo estava localizada no noroeste do Pantanal a aproximadamente 160 km de Cuiabá, Mato Grossso, Brasil (16º39'50''S; 56º47'50''O. Medições micrometeorológicas contínuas, em uma torre a uma altura de 32 m de altura, foram feitas de janeiro a dezembro de 2007. A evapotranspiração variou de 2,50 mm dia-1 (estação seca a 4,10 mm dia-1 (estação úmida. O coeficiente Pristley-Taylor (α variou durante o ano com valores máximos e mínimos nas estações seca e úmida, respectivamente, com média anual de 0,65 ± 0,18 de acordo com o padrão climático da área em estudo em função do aumento do conteúdo de água no solo/lâmina d'água de inundação e/ou diminuição na demanda evaporativa. Com a determinação empírica das dimensões de α, as estimativas da evapotranspiração podem ser melhoradas para florestas de Vochysia divergens na planície de inundação do Pantanal.The Priestley-Taylor coefficient (α was calculated based on the Bowen method evapotranspiration estimative for Vochysia divergens monospecific forests in Pantanal, Brazil. The study area was located at the northeastern Pantanal, approximately 160 km from Cuiabá city, Mato Grosso State, Brazil (16º39'50''S; 56º47'50''W. Continuous micrometeorological flux measurements at a 32 m tower height were made from January to December of 2007. The evapotranspiration ranged from 2.26 mm day-1 (dry season to 4.50 mm day-1 (wet season. The average estimated α value ranged along the year from a maximum and a minimum during the dry and wet season respectively, with an annual average of 0.65±0.18 according to the weather pattern over the study area due to the increase of water content in soil/water flooding depth and/or decrease in evaporative demand. Based on empirical α values

  3. The effects of land use change on mercury distribution in soils of Alta Floresta, Southern Amazon

    International Nuclear Information System (INIS)

    Lacerda, Luiz D.; Souza, Margareth de; Ribeiro, Mario G.

    2004-01-01

    This study presents the spatial distribution, degree of contamination and storage capacity of Hg in surface forest and pasture soils from Alta Floresta, Southern Amazon, a significant gold mining site from 1980 to 1996. During that period, average annual gold production was about 6.5 tons, with an estimated Hg annual emission to the environment of about 8.8 tons, 60-80% of it being emitted to the atmosphere. Mercury sources to the region are mining sites and gold-dealer shops at the city of Alta Floresta, where gold is smelted and commercialized. Mercury concentrations in forest soils (15-248 ng g -1 , average=61.9 ng g -1 ) were 1.5-3.0 times higher than in pasture soils (10-74 ng g -1 , average=33.8 ng g -1 ), suggesting strong re-mobilization after deforestation. Highest Hg concentrations were found within a distance of 20-30 km from mining sites in both soil types. The influence of the refining operations within the city of Alta Floresta, however, was less clear. Somewhat higher concentrations were observed only within a 5 km radius from the city center where gold-dealer shops are located. Wind direction controls the spatial distribution of Hg. Background concentrations (15-50 ng g -1 ) were generally found at the outer perimeter of the sampling grid, about 40 km from sources. This suggests that Hg released from mining and refining activities undergoes rapid deposition. Estimated cumulative Hg burdens for the first 10 cm of soil averaged 8.3 mg m -2 and 4.9 mg m -2 , for forest and pasture soils respectively and compare well with ultisols and hydromorphic oxisols, but were lower than those found in yellow-red and yellow latosols and podsols from other Amazonian areas. Our results show that changing land use in the Amazon is a strong re-mobilizing agent of Hg deposited on soils from the atmosphere. - Land use change is a strong re-mobilizing agent of Hg distribution in Amazon soils

  4. Aspectos fitossociológicos de um fragmento da floresta natural de Astronium balansae engl., no município de Bossoroca, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Boligon Alexandra Augusti

    2005-01-01

    Full Text Available Este estudo objetivou conhecer a composição florística e a estrutura fitossociológica de um fragmento da Floresta Natural de Astronium balansae Engl., no município de Bossoroca, RS, Brasil. Foram demarcadas 7 unidades amostrais de 10x100m (1000m2 onde observou-se a ocorrência de 476 indivíduos com Circunferência à Altura do Peito (CAP = 30cm, distribuídos em 35 espécies e 25 famílias. As espécies mais características e importantes da floresta foram Astronium balansae, Myrcianthes pungens, Patagonula americana, Eugenia uniflora e Parapiptadenia rigida. As famílias Myrtaceae, Meliaceae e Euphorbiaceae foram as mais representativas do fragmento florestal estudado. O valor do Índice de diversidade de Shannon foi 3.

  5. Evolução do uso e valorização das espécies madeiráveis da Floresta Estacional Decidual do Alto-Uruguai, SC.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ademir Roberto Ruschel

    2010-08-01

    Full Text Available Com base nas informações coletadas em 41 entrevistas feitas junto a madeireiros, ex-madeireiros e colonizadores, determinou-se quais as espécies potencialmente madeiráveis, o valor de uso e a valorização econômica das espécies madeiráveis para os remanescentes da Floresta Estacional Decidual na região do Alto--Uruguai, SC, desde o início da colonização daquela região. A diversidade de espécies florestais de uso madeirável conhecida popularmente na região foi de 63 espécies. Contudo, em termos de dominância esse grupo reduz-se a 15 espécies. A maior dominância foi observada para as espécies Apuleia leiocarpa, Parapiptadenia rigida, Balfourodendron riedelianum, Nectandra megapotamica, Patagonula americana, Luehea divaricata, Cedrela fissilis, Ocotea diospyrifolia, Holocalyx balansae, Myrocarpus frondosus, Cabralea canjerana e Peltophorum dubium. As espécies de maior valor comercial foram Cordia trichotoma, Cedrela fissilis, Myrocarpus frondosus e Balfourodendron riedelianum. Já Schefflera morototoni, Aralia warmingiana, Machaerium stipitatum, Chrysophyllum marginatum e várias espécies da família Lauraceae apresentaram, no decorrer do tempo, incremento no uso e na comercialização. O valor de uma espécie é condicionado tanto pela qualidade quanto pela quantidade ofertada. Em geral, verificou-se uma evolução no valor das espécies bem como na indústria madeireira que utilizou várias maneiras para se adaptar às demandas desses produtos florestais.

  6. Dinâmica do ecótono floresta-campo no sul do estado do Amazonas no Holoceno, através de estudos isotópicos e fitossociológicos Vegetation dynamics during the Holocene in a forest-savanna transition, Southern Amazon Basin, based on isotope and phytosociological studies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Vidotto

    2007-01-01

    Full Text Available Com o emprego dos isótopos do carbono (12C, 13C, 14C da matéria orgânica do solo (MOS e das plantas, é apresentado um estudo comparativo entre perfis orgânicos de solos formados em depressões de áreas cobertas por ecossistemas de campos e florestas ao sul do estado do Amazonas, visando o entendimento da dinâmica da paleovegetação. A dinâmica da vegetação atual na região foi avaliada utilizando-se estudos fitossociológicos e caracterizações botânica e isotópica (delta13C das espécies de plantas presentes em duas bordas floresta-campo. Teores de carbono orgânico total foram superiores nas camadas superficiais no campo, quando comparados com a floresta. Dados de delta13C associados à cronologia do 14C indicaram predomínio de plantas C3 no início do Holoceno em ambos os ecótonos. Entre aproximadamente 7.000-3.000 anos AP verificou-se a influência crescente de plantas C4, indicando regressão da floresta com possível presença de um clima mais seco. A partir de aproximadamente 3.000 anos AP os dados sugeriram expansão da floresta provavelmente relacionada ao retorno a um clima mais úmido. A presença de algumas espécies características da borda, como a Sclerolobium paniculatum e Himatanthus sucuuba, nos campos, sugere o atual avanço da floresta sobre os mesmos. Estas espécies estariam sendo as bioindicadoras desse avanço.This paper presents a comparative study between organic soil horizons formed in depressions located at the forest/savanna boundary in the Southern Amazon Basin. The influence of the paleovegetation dynamics, based on carbon isotope (12C, 13C and 14C data of soil organic matter (SOM and plants was evaluated, as well as the present vegetation dynamics, inferred from the modern vegetation structure, composition and phytosociology. The uppermost soil horizon in savanna showed higher total carbon content than in forest. 13C and 14C data from soil samples indicated a predominance of C3 plants in the early

  7. Análise físico-química do óleo-resina e variabilidade genética de copaíba na Floresta Nacional do Tapajós

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ederly Santos Silva

    2012-11-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi caracterizar o óleo-resina da copaíba (Copaifera reticulata e estimar, por meio de marcadores microssatélites, a variabilidade genética da espécie na Floresta Nacional do Tapajós, PA. A amostragem foi realizada em duas áreas, distanciadas de 5 km, em 136 árvores. A diversidade genética foi avaliada com seis marcadores microssatélites derivados de C. langsdorffii, e o óleo obtido de 30 árvores (15 de cada área foi caracterizado em termos físicos e químicos. O óleo C. reticulata apresenta aspecto líquido, fino, odor fraco e de coloração amarelo-dourada (73,3% das plantas, com viscosidade muito variável (18 a 187 Pa-s e densidade média de 0,975±0,049 g cm-3. O índice de acidez variou de 9,62 a 10,17 mg g-1 de KOH e o de saponificação de 100,63 a 109,84 mg g-1. A análise molecular identificou 78 alelos, com média de 13 por loco. A heterozigosidade esperada variou 0,59 a 0,85 (média de 0,75, com nível de endogamia de 0,375 a 0,419. Houve pouca diferenciação genética entre as populações das diferentes áreas de coleta (F ST = 0,030, mas a variabilidade foi maior entre os grupos genéticos detectados pelo programa Structure (F ST = 0,070. Essa maior variabilidade indica que não há ameaças à conservação genética da copaíba, em médio prazo.

  8. Fleuves et forêts dans la Germania de Tacite: éléments représentatifs de l’espace germanique

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mambwinikivuila-Kiaku

    2016-03-01

    Full Text Available Dois elementos naturais surgem regularmente na paisagem germânica da Germania, a saber: as água (cursos d’água, rios, pântanos e mesmo lagos e as imensas florestas. Essa constante na Germania significa tão-só que Tácito define o território da Germânia por meio de imagens espaciais da liquidez e da inacessibilidade em razão da vastidão das florestas. Se os rios deixam correr suas águas até a desembocadura no Oceano, são eles a força que, nessas imensas florestas, organiza a vida. Como Tácito representa esses dois elementos naturais – os rios e a floresta –; de que artifícios ele se vale para melhor representá-los, e que função(ões lhes atribui? Estas são as questões que tentaremos responder neste artigo, sem muito estendermo-nos.

  9. Respostas ecofisiológicas de Cybistax antisyphilitica Mart. (Ipê verde) em função das alterações na intensidade de luz

    OpenAIRE

    Freitas, Fernanda Monteiro de

    2016-01-01

    Luz apresenta uma ampla variação em ambientes florestais do Bioma Cerrado. Cybistax antisyphilitica (ipê-verde), ocupa fisionomias de cerrado sentido restrito, cerradões, além de áreas alteradas. Objetivou-se nesse trabalho compreender como plantas jovens de C. antisyphilitica, responde morfológica e fisiologicamente às alterações na intensidade de luz. Aos cinco meses de idade, 90 mudas de C. antisyphilitica foram levadas para um fragmento de floresta estacional semidecidual, ...

  10. Dinâmica da Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze. e Ilex paraguariensis St. Hil. em duas florestas de araucária no estado do Paraná, Brasil / Dynamic of Araucaria angustifolia (Bert. Ktze. e Ilex paraguariensis St. Hil. in two araucária forest located in the state of Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geise de Góes Canalez

    2006-04-01

    Full Text Available Neste trabalho, estudaram-se o crescimento volumétrico, a mortalidade e o recrutamento das espécies Ilex paraguariensis St. Hil. e Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze em duas florestas de araucária localizadas no Estado do Paraná, Brasil. Os dados foram coletados em 4 parcelas permanentes, no município de São João do Triunfo e 8 nos municípios de General Carneiro e Coronel Domingos Soares, medidas a partir de 1998, todas com 1,00 hectare cada, exceto uma com 0,5 hectare em São João do Triunfo. As espécies foram analisadas por meio de indicadores estruturais e dinâmicos: IVI, abundância, área basal, volume, distribuição diamétrica, distribuição espacial, recrutamento, mortalidade e incrementos. Os resultados demonstraram que em sete anos de dinâmica estrutural a espécie Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze, teve decréscimo acentuado na sua posição de importância na comunidade já a espécie Ilex paraguariensis St. Hil., de maneira geral, manteve seu IVI nas comunidades. Observou-se na comunidade de São João do Triunfo, a espécie Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze, passa por una diminuição de densidade, porque a mortalidade está sendo maior que o recrutamento, entretanto na área de General Carneiro o quadro é inverso, está ocorrendo um aumento na densidade total para a espécie. Já para a Ilex paraguariensis St. Hil., a densidade tem aumentado gradativamente. Assim, evidenciou-se que as duas florestas, com relação às duas espécies analisadas, apresentaram comportamentos diferentes em termos de recrutamento, mortalidade e crescimento volumétrico e a provável causa para isso tenha sido a diferença no histórico de exploração no passado, bem como outros fatores relacionados ao sítio. A área de General Carneiro e Coronel Domingos Soares apresentou maior crescimento para estas duas espécies que a área de São João do Triunfo, com valor incremento volumétrico periódico anual (IPA vol médio de 2

  11. Genetic diversity in cassava landraces grown on farms in Alta Floresta-MT, Brazil.

    Science.gov (United States)

    Tiago, A V; Rossi, A A B; Tiago, P V; Carpejani, A A; Silva, B M; Hoogerheide, E S S; Yamashita, O M

    2016-09-02

    Brazil is considered one of the domestication centers of cassava (Manihot esculenta), containing a large part of the biological diversity and traditional knowledge of the species. The aim of the present study was to evaluate the genetic diversity of cassava landraces grown by farmers in the north of Mato Grosso State, Brazil, using inter simple sequence repeat (ISSR) molecular markers. The study was carried out in the municipality of Alta Floresta, MT, on farms located in two rural areas. Seventeen cassava landraces were selected. The DNA was extracted and polymerase chain reaction amplifications were performed using 15 ISSR primers. Genetic similarity estimates were calculated using Jaccard's index and the generated matrix was used for clustering the genotypes by using UPGMA and Tocher's methods. The 15 ISSR primers amplified 120 fragments, revealing 61.67% polymorphism. The polymorphism information content ranged from 0.04 to 0.61, averaging 0.39. The most similar genotypes were AF5 and AF8, whereas the least similar were AF1 and AF16. The UPGMA clustering method formed five groups. Group I included twelve landraces, Group II contained two, and the other groups contained one landrace each. Tocher's method resulted in six groups: 12 landraces clustered in one group, and the other groups each contained one landrace. The ISSR markers proved efficient in revealing genetic diversity among the cassava landraces. The landraces grown by farmers in the two rural areas of Alta Floresta have a great variability and, thus, can be exploited in programs for breeding and preservation of the species.

  12. Performance on the Hamilton search task, and the influence of lateralization, in captive orange-winged Amazon parrots (Amazona amazonica).

    Science.gov (United States)

    Cussen, Victoria A; Mench, Joy A

    2014-07-01

    Psittacines are generally considered to possess cognitive abilities comparable to those of primates. Most psittacine research has evaluated performance on standardized complex cognition tasks, but studies of basic cognitive processes are limited. We tested orange-winged Amazon parrots (Amazona amazonica) on a spatial foraging assessment, the Hamilton search task. This task is a standardized test used in human and non-human primate studies. It has multiple phases, which require trial and error learning, learning set breaking, and spatial memory. We investigated search strategies used to complete the task, cognitive flexibility, and long-term memory for the task. We also assessed the effects of individual strength of motor lateralization (foot preference) and sex on task performance. Almost all (92%) of the parrots acquired the task. All had significant foot preferences, with 69% preferring their left foot, and showed side preferences contralateral to their preferred limb during location selection. The parrots were able to alter their search strategies when reward contingencies changed, demonstrating cognitive flexibility. They were also able to remember the task over a 6-month period. Lateralization had a significant influence on learning set acquisition but no effect on cognitive flexibility. There were no sex differences. To our knowledge, this is the first cognitive study using this particular species and one of the few studies of cognitive abilities in any Neotropical parrot species.

  13. Sobrevivência de plântulas transplantadas de uma floresta tropical madura para viveiro de mudas na bacia do rio Xingu. Survival of seedlings transplanted from a mature tropical forest to nursery in Xingu river basin.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Thays dos Santos CURY

    2013-06-01

    Full Text Available A utilização da diversidade de plântulas de espécies arbóreas, oriundas de áreas cuja vegetação teve a supressão autorizada, no enriquecimento de viveiros, tem sido recomendada como uma técnica alternativa na produção de mudas. Neste trabalho, avaliamos a sobrevivência de plântulas transplantadas da regeneração natural de uma floresta madura para um viveiro de mudas em uma área de transição Amazônia-Cerrado, Mato Grosso, Brasil. Foram alocados três transectos de 10 x 1 m, com 10, 50 e 500 m de distância da borda de onde foram coletados todos os indivíduos lenhosos entre 5-20 cm de altura, no período da manhã (7h às 9h, e sequencialmente plantados em sacos plásticos. Os indivíduos foram identificados, quantificados e classificados quanto ao estágio sucessional. A sobrevivência das plântulas foi avaliada durante quatro meses. No total foram coletados 1.179 indivíduos arbóreos pertencentes a 48 espécies, 31 gêneros e 23 famílias, dos quais 71% sobreviveram. No conjunto dos dados, houve um aumento gradativo na abundância e riqueza de espécies arbóreas da borda para o interior da floresta, sendo maior a 500 m. A abundância e o número de espécies não pioneiras coletadas foram maiores que as pioneiras. Os resultados apontam elevadas taxas de sobrevivência e que a técnica de transplante pode facilitar o enriquecimento de viveiros com espécies regionais de difícil obtenção e de diferentes grupos funcionais. The use of the diversity of tree species, present in areas where vegetation removal had been authorized, as means of nursery enrichment, has been recommended as an alternative technique for seedling production. The aim of this study was to evaluate the survival rate of transplanted seedlings, from natural regeneration in mature forests, to the nursery. Seedlings were obtained from three 10 x 1 m transects allocated in Amazon transitional forest in Mato Grosso state, Brazil. All woody individuals with

  14. Seleção de espécies da floresta ombrófila densa e indicação da densidade de plantio na restauração florestal de áreas degradadas na Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Paiva Salomão

    2013-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050988448A identificação de espécies-chave que influenciam a ocorrência das demais espécies associadas é de fundamental importância para o sucesso da restauração florestal em áreas degradadas. Objetivou-se neste trabalho apresentar um índice fitossociológico e socioeconômico (IFSE, obtido por técnicas de análise fatorial, cujo modelo envolveu seis variáveis quantitativas (abundância, frequência, dominância, biomassa, valor comercial da madeira e quantidade de produtos florestais não madeireiros e igual número de variáveis qualitativas, cuja variável dummy assumiu valor igual a 1 para aquelas espécies cujos maiores valores acumulados equivaleram a 50 % do total para cada uma das variáveis quantitativas analisadas. A amostra para o inventário florestal em 407 ha de floresta ombrófila densa foi composta por 80 parcelas de 0,25 ha (4,91 % de intensidade amostral onde todos os indivíduos com diâmetro a 1,30 m do solo (DAP ≥ 10 cm foram identificados e mensurados. Foram registrados 10.105 indivíduos, distribuídos em 493 espécies, abrangendo 58 famílias. As espécies foram ranqueadas através do índice proposto em três categorias de prioridade fitossociológica e socioeconômica (alta, média e baixa. A adequação da análise fatorial foi determinada pelos testes Bartlett e KMO. O teste de Bartlett avaliou a significância geral da matriz de correlação indicando que as correlações, em geral, são significantes ao nível de 1 % de probabilidade. O teste KMO, indicou que as variáveis estão correlacionadas e o modelo fatorial apresentou um nível muito bom de adequação aos dados. Estes resultados respaldaram o emprego da análise fatorial para a extração de fatores e a estimação dos escores fatoriais. Os resultados foram estatisticamente validados para a construção do IFSE e, 25 espécies foram selecionadas como prioritárias (espécies-chave. Recomendou-se a densidade de

  15. Global warming in Amazonia: impacts and Mitigation Aquecimento Global na Amazônia: impactos e Mitigação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Philip Martin Fearnside

    2009-01-01

    climate change, Brazil must assume the leadership in fighting global warming.O aquecimento global tem impactos potencialmente catastróficos na Amazônia, e, ao mesmo tempo, a manutenção da floresta amazônica oferece uma das opções mais valiosas e baratas para mitigar as mudanças climáticas. Nós sabemos que o fenômeno de El Niño, causado por uma oscilação da temperatura da superfície da água no Pacífico, tem impactos sérios na Amazônia, causando secas e incêndios florestais, como aconteceram em 1997-1998. Oscilações de temperatura no Atlântico também provocam secas severas, como em 2005. Nós também sabemos que árvores amazônicas morrem, tanto do fogo como do estresse hídrico sob condições quentes e secas. Além disso, a água reciclada pela floresta fornece chuva que mantém as condições climáticas apropriadas para floresta tropical, especialmente durante a estação seca. O que nós precisamos saber com urgência, por meio de pesquisa intensificada, inclui como representar melhor o El Niño e as oscilações no Atlântico, nos modelos climáticos, como representar as retroalimentações bióticas nos modelos usados para tomada de decisão sobre o efeito estufa, e um estreitamento da gama das estimativas da sensitividade climática (para reduzir a incerteza sobre a probabilidade de impactos muito severos. Assuntos que precisam ser negociados incluem a definição de mudança de clima "perigosa", com os correspondentes níveis máximos das concentrações de gases de estufa na atmosfera. Mitigação do efeito estufa tem que incluir a manutenção da floresta amazônica, o que traz benefícios para o combate ao efeito estufa por meio de dois papéis separados: diminuir o fluxo de emissões de carbono que acontece em cada ano devido ao ritmo rápido do desmatamento, e evitar a emissão do estoque de carbono na floresta restante que pode ser liberada de várias maneiras, inclusive por causa da própria mudança climática. Barreiras impedindo a

  16. O Futuro Incerto das Florestas Tropicais The Uncertain Future of Tropical Forests

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Santos Henriques

    2010-12-01

    Full Text Available As florestas tropicais dão abrigo à maior biodiversidade do planeta, são residência de populações indígenas, fontes de madeira e produtos farmacêuticos, contribuem para regular o clima e prestam uma diversidade de serviços ecológicos vitais - e, contudo, estão ameaçadas de desaparecimento total. As causas desta intensa desflorestação tropical são múltiplas, diferem aos níveis regional e nacional e são simultaneamente de carácter endógeno e exógeno, como é discutido. É também discutida a importância das florestas tropicais para a preservação da diversidade biológica e redução do aquecimento global, pelo sequestro do CO2. Finalmente, são referidas as áreas de desflorestação nalgumas importantes regiões da África, Índia e sudeste asiático e discutidas as suas principais causas.Tropical forests harbour most of the planet biodiversity, are home to indigenous people, sources of timber and pharmaceutical products, contribute to the regulation of the climate and provide an endless number of vital ecological services. However, they are at risk of disappearing. The causes of this rampant tropical deforestation are multiple and differ at the regional and national levels, being both endogenous and exogenous, as is discussed. The importance of tropical forests for preserving biological diversity and reducing global warming by sequestering CO2 are also discussed. Finally, we assess the extent of deforestation and discuss its major drivers in some important regions of Africa, India and southeast Asia.

  17. MANEJO DO CRESCIMENTO DIAMÉTRICO DE Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze. BASEADO NA ÁRVORE INDIVIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leif Nutto

    2001-04-01

    Full Text Available Neste trabalho, foi analisado o potencial do crescimento diamétrico de Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze. em diferentes sítios, com o objetivo de obter informações para o manejo dessa espécie em florestas heterogêneas inequiâneas, visando à produção de madeira de alta qualidade em árvores pré-selecionadas. O material usado constitui-se de 400 árvores de florestas nativas e plantios, crescendo sob condições e tratamentos variáveis nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O método usado para investigar a relação entre a largura da copa e o dap foi baseado na projeção horizontal da copa da árvore individual. Usando 16 amostras de 25 árvores, foram estudados vários estágios de desenvolvimento. Para cada amostra, foi feito um mapa de distribuição das árvores e das projeções das copas para avaliar o efeito da competição. O estudo mostra que existe uma estreita relação entre a largura da copa e o dap, que pode ser usada para o desenvolvimento de novas ferramentas de decisão aplicáveis em árvores individuais para o manejo de araucária em florestas heterogêneas inequiâneas ou para a produção de madeira de alta qualidade com árvores pré-selecionadas. Também, mostrou-se uma estreita correlação entre o crescimento de diâmetro e a qualidade do sítio, pois a expansão máxima da copa depende da qualidade deste, indicando que ele deve ser considerado como fator limitante para o manejo do crescimento.

  18. Aplicabilidade do modelo MClone na síntese de padrões visuais do reino vegetal

    OpenAIRE

    Ricardo Luís Binsfeld

    2013-01-01

    Um dos objetivos permanentes da Computação Gráfica é a representação fiel, e por consequência realista, da aparência de objetos e cenas sintetizadas. Para objetos e cenas do Reino Vegetal pode-se dizer que houve um grande avanço nos métodos para modelagem da forma e propriedades de reflexão de elementos individuais, como folhas, e de coleções de elementos, como árvores, vegetação em geral e florestas. Por outro lado, as técnicas para modelagem de padrões visuais presentes em muitos objetos na...

  19. Látex de amapá (Parahancornia fasciculata (Poir Benoist, Apocynaceae: remédio e renda na floresta e na cidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Murilo da Serra Silva

    Full Text Available O estudo abordou a cadeia de produção e de comercialização e os aspectos do consumo do látex medicinal de amapá amargoso (Parahancornia fasciculata em Belém e Ponta de Pedras, no Pará. Nosso objetivo foi investigar diversos aspectos do manejo e uso desse produto, revelando a sua importância na vida de seus produtores e consumidores. Foram utilizados a abordagem da 'cadeia de produção ao consumo' e métodos qualitativos e quantitativos de pesquisa, incluindo pesquisa de mercado, entrevistas com extrativistas, comerciantes e consumidores, oficinas, turnês guiadas e inventário florestal. Os oito mil litros de látex de amapá comercializados anualmente na região de Belém beneficiam, principalmente, consumidores de baixa renda, que têm tradição secular do uso desse látex. A renda obtida com esse produto representa 42% da renda total dos extrativistas com produtos florestais não madeireiros. A grande abundância da espécie e a distribuição diamétrica das árvores indicam possibilidade de regeneração natural. A melhoria na técnica de extração do látex realizada por alguns extrativistas revela que eles têm conhecimento da anatomia da árvore. A tradição de uso e manejo do látex e as características ecológicas da espécie sugerem grande potencial para programas de produção sustentável.

  20. Leaf structure, microanalysis and characterization of the latex protein profile of Pachystroma longifolium (Nees I.M. Jonhst. (Euphorbiaceae in a seasonally dry Atlantic Forest Estrutura foliar, microanálise e caracterização do perfil protéico do látex de Pachystroma longifolium (Nees I.M. Jonhst. (Euphorbiaceae em uma Floresta Atlântica semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Rodrigues Rabelo

    2011-03-01

    Full Text Available Pachystroma longifolium is an evergreen species of Euphorbiaceae that occurs in tabuleiro forest, a type of lowland Atlantic Forest. The site chosen for this study was a fragment of tabuleiro forest that has a history of being selectively logged for timber. P. longifolium is very successful at colonizing disturbed areas in this forest fragment in comparison with preserved fragments. In the present work, which was based on using different microscopy (electron and light microscopy, X-ray analysis and biochemistry techniques, we describe the leaf and latex traits of P. longifolium and their role as defense mechanisms against desiccation and herbivory. Our results suggest the richness of P. longifolium populations, in the disturbed forest area studied, is primarily a consequence of unpalatable leaves because of an abundance of calcium oxalate crystals in the subjacent epidermis; the presence of phenolic compounds in the adaxial surface; and a laticifer system that contains a complex mixture of proteins, which provides resistance to herbivores. In addition, this species is resistant to desiccation during dry periods because of an extensive amount of wax that occurs on the outer cell walls of the epidermis, and its ability to retain water because of a biseriate epidermis.Pachystroma longifolium é uma espécie perenifólia de Euphorbiaceae presente na floresta de tabuleiros, uma formação de floresta estacional semidecidual de terras baixas da Mata Atlântica. A área de estudo é um fragmento de floresta de tabuleiros com histórico de corte seletivo de madeira, na qual P. longifolium apresenta grande sucesso na colonização de áreas perturbadas em comparação com outras áreas mais preservadas dentro deste fragmento. No presente trabalho nós caracterizamos a estrutura foliar e látex de P. longifolium e sua importância como mecanismos de defesa contra dessecação e herbivoria a partir de diferentes técnicas de microscopia (microscopia eletr

  1. Crime sem castigo : a efetividade da fiscalização ambiental para o controle do desmatamento ilegal na Amazônia

    OpenAIRE

    Schmitt, Jair

    2016-01-01

    O desmatamento na Amazônia se intensificou a partir dos anos de 1990 e é uma das principais fontes de emissão dos gases do efeito estufa, que provocam alterações no clima do planeta. Frente ao intenso processo destrutivo da floresta, o governo brasileiro estabeleceu estratégias para conter esse problema ambiental, dentre as quais a fiscalização ambiental é a principal delas, ou seja, o instrumento de comando e controle. Assim, o objetivo deste trabalho foi analisar a efetividade da fiscalizaç...

  2. Produção e predação de frutos em Aniba rosaeodora Ducke var. amazonica Ducke (Lauraceae em sistema de plantio sob floresta de terra firme na Amazônia Central Harvesting and fruit predation of a Aniba rosaeodora Ducke var. amazonica Ducke (Lauraceae ex situ tree population in a central Amazonian upland forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wilson Roberto Spironello

    2004-12-01

    Full Text Available O pau-rosa (Aniba rosaeodora vem sendo usado desde o século passado para extração de linalol, produto usado como fixador de perfumes. Por causa do extrativismo houve redução drástica em suas populações naturais. Somando a este fato, esta espécie possui padrão irregular de frutificação e, quando frutifica, os seus frutos são consumidos por animais. Estes aspectos foram estudados utilizando uma população de plantio sob sombra parcial de floresta primária. A produtividade das árvores variou de 40 a 1.600 frutos (n = 21 árvores. No geral, cerca de 42,5% foram removidos por frugívoros (6.770 frutos, n = 10 árvores. Dos frutos não removidos, 0,5% foram predados por vertebrados, 81,5% continham larvas de insetos, variando de 36-96% entre indivíduos. Uma espécie de Coleoptera ataca os frutos em estádio imaturo, enquanto outra (Heilipus sp. e uma espécie de Lepidoptera atacam os frutos em estádio final de desenvolvimento. Os resultados projetam perda de 59,5% dos frutos (54,5% por insetos passíveis de coleta. Considerando a importância econômica do pau-rosa faz-se necessário aumentar a disponibilidade de sementes para planos de manejo da espécie. Para se atingir tais objetivos são necessárias algumas medidas: 1 coleta prematura de frutos para maturação em laboratório; 2 utilização de métodos de controle de insetos adultos (em plantios e larvas (em frutos atacados; e 3 estudos de seleção genética para identificar plantas com maior resistência natural a pragas e doenças.The rosewood tree (Aniba rosaeodora has been exploited for linalol, a product used as a fixative by the perfume industry. As a result, its population has decreased to the point that it is at risk of extinction in some Amazonian areas. In addition, the species has an irregular phenological pattern and its fruits are a food source for animals. This study focused on the use an ex situ population planted under partial forest shade. The fruit set

  3. Produtos Florestais Não Madeireiros: Importância e Manejo Sustentável da Floresta

    OpenAIRE

    Fiedler, Nilton Cesar; Universidade Federal do Espírito Santo; Soares, Thelma Shirlen; UFVJM-Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri; Silva, Gilson Fernandes da; UFES

    2010-01-01

     A extração de produtos florestais não madeireiros no Brasil tem apresentado, a cada dia, grande importância social, econômica e ambiental, já que atua prioritariamente em pequenas propriedades e preserva parte importante da biodiversidade das florestas nativas. No entanto, as políticas públicas e o desenvolvimento científico devem estar voltados para disponibilizar, a estes projetos de extração, meios que permitam a manutenção de suas atividades sem que haja comprometimento de sua viabilidad...

  4. Estimativa do balanço de radiação por sensoriamento remoto de diferentes ssos de solo so sudoeste da Amazônia Brasileira / Estimative of radiation balance by remote sensing of different soil uses in the brazilian southern amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos da Silva

    2016-09-01

    Full Text Available Mudanças no uso do solo têm motivado pesquisas sobre a dinâmica de trocas radiativas e energéticas na Amazônia Brasileira que, por sua vez, geram demanda destas informações de superfície em escalas espaciais e temporais. Enquanto a medição destas trocas em torres micrometeorológicas fornece resultados pontuais, o sensoriamento remoto apresenta resultados acurados e de baixo custo para estimá-las em escala regional. Este estudo objetivou avaliar a distribuição espacial e temporal de estimativas de saldo de radiação e parâmetros biofísicos por sensoriamento remoto de diferentes usos do solo no sudoeste da Amazônia Brasileira. Foram selecionadas 04 áreas de solo coberto por floresta amazônica natural, floresta amazônica manejada, sistema silvipastoril e pastagem. O saldo de radiação, NDVI, índice de área foliar, albedo e temperatura radiométrica foram estimados pelo algoritmo SEBAL, usando imagens do sensor TM do satélite Landsat 5 em julho de 2009, 2010 e 2011. O NDVI, IAF, albedo e saldo de radiação apresentaram maiores valores na floresta natural, seguida por floresta manejada, sistema silvipastoril e pastagem. A temperatura radiométrica da superfície apresentou maiores valores para o sistema silvipastoril seguido por pastagem, floresta natural e floresta manejada.

  5. Viable yet Protected for Future Generations? An Examination of the Extensive Forest-Based Tourism Market

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hana Sakata

    2012-12-01

    Full Text Available Abstract This article focuses on forest tourism and rainforests in particular, and explores their potential to contribute to the global tourism industry. The specific objectives of the study were to develop a profile, including motivations, of tourists visiting the Wet Tropics rainforest of Australia and to identify previous patterns of forest visitation in both Australia and other global destinations. A survey of 1,408 visitors conducted at a number of Wet Tropics rainforest sites in the tropical north region of Australia found that over 37% of the sample had previously visited forests while on holidays indicating that forest-based tourism is a major component to the nature-based market. Countries and forested sites in South-East Asia were the most popular as holiday attractions with over 13% of respondents having visited these sites. This was followed by countries of the South Pacific, North America, South America, Central America, Africa, South Asia and China, the Caribbean and Europe. While overall this is a promising result, forest-based tourism faces a number of pressures including urban settlement, extractive industries and in the near future climate change. Keywords: forests; rainforests; nature-based tourism; Tropical North Queensland; Wet Tropics rainforest. Resumo Este artigo enfoca o turismo de florestas e florestas tropicais em particular e explora seu potencial em contribuir para a indústria de turismo global. Os objetivos específicos deste estudo foram: desenvolver um perfil, incluindo as motivações, dos turistas que visitam a Wet Tropics, floresta tropical da Austrália e identificar padrões anteriores de visitação de florestas tanto na Austrália quanto em outros destinos globais. Uma pesquisa com 1.408 visitantes conduzida em vários locais com florestas tropicais Wet Tropics na região tropical norte da Austrália concluiu que mais de 37% da amostra já tinham visitado previamente as florestas quando estavam em f

  6. Análise florística e estrutura de florestas de várzea no estuário amazônico Floristic analysis and structure of tidal flooded forests in the amazonian estuary

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samuel Soares de Almeida

    2004-12-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta os resultados de análise fitossociológica e da estrutura, feita em 4 inventários florísticos executados em parcelas de 1 hectare de florestas inundáveis de várzea localizadas na área do estuário e do baixo Amazonas. As florestas de várzea do estuário albergam uma riqueza de espécies relativamente baixa em relação a outras áreas da região como as florestas de terra firme. No entanto a estrutura de tamanho é considerável, com as árvores atingindo elevada biomassa vegetal. Provavelmente isto é devido ao aporte constante de nutrientes através dos sedimentos que viajam milhares de quilômetros de distância desde as nascentes andinas até o delta do rio Amazonas. As florestas inundáveis de várzea são dominadas por poucas espécies, algumas com muitos indivíduos, como o açaí (Euterpe oleracea e o muru-muru (Astrocaryum murumuru, outras com árvores muito grandes como a pitaíca (Swartzia polyphylla, pracuúba (Mora paraensis e a seringueira (Hevea brasiliensis. A ucuúba (Virola surinamensis, uma espécie que apresenta populações ameaçadas pela exploração madeireira, parece apresentar tanto indivíduos grandes como elevada densidade. As florestas de várzea apresentam baixa similaridade entre si, provavelmente decorrente da imensa variação do ambiente de várzea nos rios, paranás, ilhas e lagos, como os efeitos de zonação, altura de inundação, salinidade, velocidade da água, entre outros fatores. Estratégias de seleção de áreas de várzea para conservação devem levar em conta a variação ambiental, o grau de interferência humana e a diversidade local e entre ambientes.This work presents results of the analysis made in four 1-hectare plots of floristic inventory in the flooded forests located in the delta and lower basin of the Amazon river. The flooded forests, so called "várzea" forests, harbor a relatively low species richness in relation to other areas such as "terra firme

  7. Regeneração pós-fogo em um fragmento de floresta estacional semidecidual no município de Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião Martins Venâncio

    2002-01-01

    Full Text Available Estudou-se a vegetação colonizadora seis meses após perturbação por fogo, em uma á rea do Campus da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa (20o 45’ S, 42o 51’ W , MG. A á rea total de floresta secundá ria atingida por incê ndio foi de 12 hectares, apresentando níveis diferenciados de destruição da vegetação. O estudo concentrou-se no trecho onde o efeito do fogo foi mais drá stico, com a destruição total da cobertura vegetal. Dentro da á rea de estudo, foram comparadas duas toposseqüê ncias de relevo: côncavo (ravina e convexo (crista. Em cada toposseqüê ncia, foram instaladas dezoito parcelas contíguas de 5x5 m, totalizando 36 parcelas, nas quais foram identificadas todas as plantas vasculares. No total, foram amostradas 75 espécies, pertencentes a 26 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram: Asteraceae (14, Poaceae (10, Malvaceae (7 e Fabaceae (6. Na toposseq üê ncia crista as espécies com maior valor de cobertura foram: Sida carpinifolia seguida de Melinis minutiflora, Diodia alata e Eupatorium laevigatum, e na ravina: Melinis minutiflora, Eupatorium laevigatum, Sida carpinifolia e Sidastrum paniculatum. Todas as parcelas apresentaram mais de 90% da á rea coberta por vegetação herbá cea e subarbustiva, destacando a importâ ncia dessa vegetação inicial na proteção do solo contra processos erosivos em relevos acidentados.

  8. Quantification of litter and nutrients on an Atlantic Rain Forest/ Quantificação de serapilheira e de nutrientes em uma Floresta Ombrófila Densa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaelo Balbinot

    2008-08-01

    Ombrófila Densa Submontana, Blumenau/SC. Para as coletas da serapilheira acumulada foram utilizadas cinco unidades amostrais (UAs retangulares de 10 m x 20 m em cada estádio sucessional, totalizando 15 UAs. Em cada UA com o auxílio de um gabarito de metal de 0,25 m x 0,25 m foram realizadas as coletas do material de estudo de forma aleatória com cinco repetições por UA a cada 30 dias (75 amostras/mês, ou seja, 25 amostras/estádio sucessional. Em ordem decrescente, a produção média de serapilheira acumulada nos vinte e dois meses de coleta ocorreu no estádio III (5,28 Mg ha-1 > estádio II (5,02 Mg ha-1 > estádio I (4,47 Mg ha-1. O conteúdo total de macronutrientes na serapilheira acumulada em ordem decrescente no estádio sucessional I e II foram: N > Ca > Mg > K > S > P, e no estádio sucessional III: N > Ca > Mg > S > K > P. A floresta em estudo apresentou para o conteúdo total de micronutrientes na serapilheira acumulada nos três estádios sucessionais a seguinte ordem decrescente: Fe > Mn > Zn > B > Cu. No que se refere ao conteúdo total de carbono orgânico na serapilheira acumulada, a seqüência foi: estádio sucessional II (1,65 Mg ha-1 > estádio sucessional III (1,50 Mg ha-1 > estádio sucessional I (1,47 Mg ha-1.

  9. Composição florística do estrato arbóreo de floresta Atlântica Interiorana em Araponga - Minas Gerais Tree strtum floristc composition of an Inland Atlantic forest in Araponga - MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michellia Pereira Soares

    2006-10-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram determinar a composição florística de um fragmento de Floresta e analisar a sua similaridade com outras áreas de Floresta Estacional Semidecidual e Floresta Ombrófila Densa, com o intuito de classificar a tipologia florestal da área de estudo. O levantamento foi realizado em uma trilha interpretativa na Pousada Serra D'Água (20º41'24"S e 42º29'47"W, 1.100 m de altitude, região de entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB, Município de Araponga, MG. A listagem florística foi obtida a partir do levantamento fitossociológico, no qual foram demarcados 150 pontos quadrantes. Foram relacionadas 147 espécies, 98 gêneros e 50 famílias. As famílias com maior número de espécies foram: Melastomataceae (14, Leguminosae (11, Myrtaceae (10, Rubiaceae (8, Annonaceae (7, Flacourtiaceae (7, Lauraceae (7 e Meliaceae (6. Os resultados da análise de agrupamento revelaram que os aspectos de proximidade geográfica e altitude são os principais responsáveis pela similaridade florística de muitas áreas. A vegetação da área de estudo pode ser classificada como Floresta Estacional Semidecidual Montana, pelo fato de a sua composição florística mostrar alta similaridade com outras áreas dessa mesma tipologia.The objective of this work was to determine the floristic composition of a forest fragment and to analyze its similarity with other areas of the Semideciduous Seasonal Forest and Dense Ombrophylous Forest, in order to classify the forest typology of this area. The survey was carried out in an interpretative trail at the Pousada Serra D'Água (20º41'24"S and 42º29'47"W, 1100 m altitude, in the region around the Serra do Brigadeiro State Park (PESB, municipality of Araponga, MG. The floristic list was obtained from the phytosociological survey in which 150 quarter-centered-points were established. A total of 147 species, 98 genera and 50 families were found. The families with the greatest

  10. Desmatamento na Amazônia: dinâmica, impactos e controle Deforestation in Amazonia: dynamics, impacts and control

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Philip M. Fearnside

    2006-01-01

    Full Text Available O desmatamento na Amazônia procede a um alto ritmo por várias razões, muitas das quais dependem de decisões do governo. O desmatamento leva à perda de serviços ambientais, que têm um valor maior que os usos pouco sustentáveis que substituem a floresta. Estes serviços incluem a manutenção da biodiversidade, da ciclagem de água e dos estoques de carbono que evitam o agravamento do efeito estufa. Retroalimentações entre as mudanças climáticas e a floresta, por meio de processos tais como os incêndios florestais, a mortalidade de árvores por seca e calor e a liberação de estoques de carbono no solo, representam ameaças para o clima, a floresta e a população brasileira. Eventos recentes indicam que o desmatamento pode ser controlado, tendo a vontade política, pois os processos subjacentes dependem de decisões humanas.Deforestation in Amazonia proceeds at a rapid rate for various reasons, many of which depend on government decisions. Deforestation causes losses of environmental services that are more valuable than the short-lived uses that replace the forest. These services include maintenance of biodiversity, of water cycling and of the stocks of carbon that avoid further intensification of the greenhouse effect. Feedbacks between climatic changes and the forest through such processes as forest fires, tree mortality from drought and heat and the release of carbon stocks in the soil represent dangers for the climate, the forest and the Brazilian population. Recent events indicate that deforestation can be controlled, given the political will, because the underlying processes depend on human decisions.

  11. Análise dos padrões espaciais de Ocotea odorifera (vell. rohwer na floresta nacional de Irati (PR / Spatial patterns analysis of Ocotea odorifera (vell. rohwer in araucarian forest of Paraná state

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cilmar Antônio Dalmaso

    2012-10-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é apresentar algumas ferramentas de Sistema de Informação Geográfica (SIG utilizadas para analisar os padrões espaciais da espécie Ocotea odorifera (Vell. Rohwer na Floresta Nacional de Irati (PR. Foram utilizados três conjuntos de dados com um total de 5549 pares de coordenadas (indivíduos de canela-sassafrás com altura maior que 30 cm, provenientes de três hectares amostrais. O SIG implementado com a integração dos softwares TerraView e SPRING mostrou-se eficaz para análises da distribuição espacial, conversão de dados e na representação cartográfica dos indivíduos da espécie. Os resultados obtidos para as categorias regeneração e árvores adultas de O. odorifera são apresentados. Sentiu-se necessidade de métodos e ferramentas que permitam análises bivariadas dos padrões espaciais e opções de correção de borda na análise espacial com a função L. A espécie apresentou padrão espacial agregado para a regeneração natural em todas as escalas analisadas, indicando um padrão característico da espécie nas fases iniciais. Os indivíduos adultos de canela-sassafrás apresentaram em geral um padrão espacial aleatório.AbstractThe objective of this paper is to present some of the Geographic Information System (GIS tools used to analyse spatial patterns of Ocotea odorifera (Vell. Rohwer in the National Forest of Irati (PR. It was used three data sets with a total of 5549 pairs of coordinates (canela-sassafrás trees with height above than 30 cm, from three sampled hectares. The implemented GIS with integration of TerraView and SPRING softwares showed to be effective for analysis of spatial distribution, data conversion and cartographic representation of each tree of studied species. The results for the categories regeneration and adult trees of O. odorifera are shown. The need of methods and tools that allow bivariate analysis of spatial patters were detected as also options of edge

  12. Fungos filamentosos do solo da Ilha dos Eucaliptos na Represa do Guarapiranga em São Paulo, SP

    OpenAIRE

    Santos,Valéria Barros dos; Wellbaum,Christian; Schoenlein-Crusius,Iracema Helena

    1998-01-01

    Foi estudada a diversidade dos fungos do solo da Ilha dos Eucaliptos na Represa do Guarapiranga em São Paulo, SP, sob floresta de Eucalyptus, mata de interseção e mata secundária remanescente, em duas épocas climáticamente distintas: março - época quente e úmida (verão) e junho - época fria e seca (inverno) de 1996. Os fungos filamentosos foram isolados pelos métodos da diluição em série e placa de solo. A similaridade entre as micotas foi estabelecida pelo índice de Sörensen. No total foram ...

  13. Atropelamentos de vertebrados na Floresta Nacional de Carajás, Pará, Brasil Roadkills of vertebrates in Carajas National Forest, Para, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiano Gumier-Costa

    2009-01-01

    Full Text Available Vários pesquisadores têm avaliado impactos de estradas. Estes podem envolver aspectos paisagísticos, degradação do solo, poluição do ar e impactos sobre a fauna, como atropelamentos. Na estrada Raimundo Mascarenhas, que atravessa a Floresta Nacional de Carajás (ca. 400 mil hectares, há intenso tráfego de veículos automotores. O objetivo deste trabalho foi testar se há diferenças entre trechos da estrada, em três escalas espaciais; se há alteração ao longo dos anos; se alguns táxons são mais freqüentemente atropelados, e se a freqüência de atropelamentos aumenta com a precipitação mensal. Analisamos a freqüência de atropelamentos de vertebrados de abril/2003 até outubro/2006 ao longo dos 25 km iniciais da estrada. Registramos 155 atropelamentos. O número de atropelamentos diminui ao longo dos anos (P=0,01, e com a distância do início da estrada (P=0,0002. Serpentes (Ophidia e gambás Didelphis marsupialis foram mais atropelados (7,5/ano, seguidos de aves, raposas Cerdocyon thous, quatis Nasua nasua, roedores (Rodentia, e não identificados (4,9/ano; cuíca Marmosops sp., tapeti Sylvilagus brasiliensis, guariba Alouatta sp., irara Eira barbara, jabuti Geochelone sp., lagartos (Lacertilia e macaco prego Cebus apella (1/ano. Não houve relação significativa entre o número mensal de atropelamentos e a precipitação mensal.Several researchers have evaluated impacts of highways. These can involve landscape aspects, soil degradation, air pollution, and impacts upon wildlife, such as roadkills. At the Raimundo Mascarenhas highway, that crosses the Carajás National Forest (ca. 400.000 ha, there is intense traffic of automotive vehicles. The aim of this work was to test if there were differences among higway sections on three spatial scales; if there was alteration along the years; if some taxa suffered more frequently roadkills; and if roadkill frequency increased with monthly precipitation. We analysed roadkill

  14. Composição florística e estrutura de um trecho de floresta ombrófila densa atlântica com uso pretérito de produção de banana, no parque estadual da Pedra Branca, Rio de Janeiro, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro Solórzano

    2012-06-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivos caracterizar florística e estruturalmente um trecho de Floresta Ombrófila Densa Submontana urbana e avaliar os fatores que contribuíram para a regeneração, a partir do último uso do solo para produção de banana, há 50 anos. Para a amostragem da área foram implantadas 25 parcelas de 100 m², totalizando 0,25 ha. O critério de inclusão adotado foi diâmetro à altura do peito (DAP > 5 cm. Foram amostrados 311 indivíduos de 92 espécies, 67 gêneros e 31 famílias. A área basal total foi de 34,18 m²/ha, enquanto a densidade, de 1.244 ind./ha. As espécies mais importantes na comunidade, representando 42% do valor de importância (VI da área, foram: Aiouea saligna Meisn., Tachigali paratyensis (Vell. H.C. Lima, Ficus insipida Willd., Bathysa gymonocarpa K. Schum, Chrysophyllum flexuosum Mart., Piptadenia gonoacantha (Mart. J.F. Macbr., Piper rivinoides Kunth., Hyeronima alchorneoides Allemão, Miconia cinnamomifolia (DC. Naudin e Guarea guidonia (L. Sleumer. O elevado valor do Índice de diversidade de Shannon (H'= 4,13 nats/ind., bem como o de equabilidade (J = 0,91, compara-se aos valores referenciados para florestas conservadas e inventariadas no Sudeste brasileiro. A floresta amostrada encontra-se em processo de regeneração e representa um estágio intermediário de sucessão. O cultivo da banana, após seu abandono, permitiu a entrada de espécies com estratégias de estabelecimento e propagação em condições de pouca luminosidade. A presença de uma árvore remanescente, do gênero Ficus, está relacionada a uma crença popular que acabou influenciando a estrutura da vegetação. Dessa forma, as espécies amostradas neste estudo refletiram o uso do solo passado e a cultura local.

  15. Arbuscular mycorrhizal fungal communities in native and in replanted Araucaria forest Comunidades de fungos micorrízicos arbusculares em floresta nativa e replantada de Araucária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milene Moreira

    2009-10-01

    ção antrópica. Foram selecionados três ecossistemas representativos da região de Campos do Jordão (estado de São Paulo, sendo: (i Floresta nativa com predominância de araucária, em clímax, sem interferência antrópica (FN; (ii Floresta de araucária introduzida em 1959 (RE; e (iii Floresta de araucária introduzida em 1958, submetida a uma queima acidental em julho de 2001 (RF. As coletas de solo rizosférico foram realizadas, na profundidade 0-20 cm, ao redor de cada árvore e a 2 m do tronco, nos meses de maio e outubro de 2002. Determinaram-se a densidade, diversidade, esporulação, colonização radicular e realizou-se a identificação morfológica dos FMAs. Os índices ecológicos R (Riqueza de espécies, Is (índice de dominância de Simpson e H (índice de diversidade de Shannon foram calculados. Os dados foram submetidos à análise univariada (two-way ANOVA e análise de correspondência (AC. Considerando os dois períodos de amostragem e os três ecossistemas estudados, foram identificadas 26 espécies de FMAs, sendo os gêneros Acaulospora e Glomus os mais freqüentes. Não houve diferenças para R, Is e H entre as três áreas estudadas. A AC demonstrou que houve separação espacial entre as três áreas e quais foram às espécies de FMAs preferencialmente associadas em cada área.

  16. Between horror and mess: The oposition to military governments by the view of Carlinhos de Oliveira at the book “Um novo animal na floresta” (1968-1981

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Carllo de Souza Silva

    2016-01-01

    Full Text Available This article mentions the book named Um novo animal na floresta novel whose author is the chronicle writer José Carlos de Oliveira. By means of Carlinho's adventures, the author, called by the same name, wonders about the tension of some people who lived between the 60's and the 70's of the 20th century in environments which propitiated the support of guerrilha, but these one sopted not to be part of any group, nor left parties nor right-wing parties

  17. DONOS E PINTORES: PLANTAS E FIGURAÇÃO NA AMAZÔNIA PERUANA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luisa Elvira Belaunde

    Full Text Available Resumo O artigo aborda um movimento inovador da pintura liderado por artistas indígenas, nascidos e escolarizados na Amazônia, que migraram para Lima, a capital do Peru, onde se destacaram por suas obras. O estudo centra-se em dois pintores eminentes deste cenário, Roldán Pinedo e Enrique Casanto, analisando as conexões entre suas pinturas e os entornos sociocosmológicos nos quais se inserem. O texto ressalta o alcance político de suas propostas plásticas e argumenta que os artistas amazônicos introduzem novos modos de conceber as imagens e as relações com as plantas que desafiam as percepções da floresta e dos povos indígenas impostas pela cidade.

  18. Abundância e sazonalidade de Bothriurus signatus (Arachnida, Scorpiones em diferentes formações vegetais em São Francisco de Paula, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Ott

    2014-03-01

    Full Text Available Foi realizado levantamento de escorpiões em serrapilheira de três tipos de formações vegetais (florestas primárias, florestas secundárias e silviculturas em área de Floresta com Araucária no Sul do Brasil. Para a coleta foram utilizadas armadilhas de queda ao longo de 20 meses. No total foram amostrados 165 escorpiões de apenas uma espécie identificada como Bothriurus signatus Pocock, 1893. Machos foram mais abundantes que fêmeas e jovens. A espécie foi mais abundante em áreas de floresta primária e silvicultura do que na floresta secundária. A maior atividade dos escorpiões foi registrada durante a primavera. O comprimento total dos escorpiões adultos coletados variou de 3,05 a 4,52 cm sendo que machos foram significativamente maiores que fêmeas. Nenhuma fêmea grávida foi registrada entre os indivíduos coletados.

  19. Plantas medicinais de um remascente de Floresta Ombrófila Mista Altomontana, Urupema, Santa Catarina, Brasil Medicinal plants in a remnant of High Montane Araucaria Moist Forest, Urupema Municipality, Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D. Martins-Ramos

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi pesquisar dados químicos, biológicos e etnobotânicos na literatura científica de espécies medicinais de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista Altomontana. A base para este estudo foi um levantamento florístico realizado na Fazenda das Nascentes, Urupema-SC entre agosto de 2007 e setembro de 2008. A partir da lista de espécies que resultou deste levantamento, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o potencial medicinal das espécies inventariadas. Para as espécies com dados de ação medicinal, foi elaborada chave de identificação vegetativa. Das 64 espécies listadas foram encontradas informações na bibliografia consultada sobre o potencial medicinal de 29. As principais familias foram Asteraceae (oito espécies e Myrtaceae (três espécies. O hábito que mais se destacou entre as plantas com potencial medicinal foi o arbóreo (13 espécies. O componente químico de maior ocorrência entre as espécies foi o óleo essencial (60% das espécies. As atividades terapêuticas mais citadas na literatura consultadas foram antimicrobiana, anti-oxidante, anti-inflamatória, antiviral, antifúngica e anestésica. Os resultados encontrados indicam o imenso potencial econômico da Floresta Ombrófila Mista e ambientes associados como fonte de recursos naturais que fazem parte da cultura e do patrimônio catarinense.The aim of this work was to search for chemical, biological and ethnobotanical data in the scientific literature on medicinal species from a remnant of High Montane Araucaria Moist Forest. This study was based on the floristics performed in "Fazenda das Nascentes", Urupema Municipality, Santa Catarina State, Brazil between August 2007 and September 2008. From the list of species obtained in this survey, a review on the medicinal potential of these recorded species was done. A vegetative identification key was elaborated for species with medicinal action Information about medicinal

  20. Estrutura e relações ambientais de grupos florísticos em fragmento de floresta estacional subtropical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzane Bevilacqua Marcuzzo

    2013-04-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivos analisar a estrutura de grupos florísticos na vegetação arbórea-arbustiva de um trecho de encosta de Floresta Estacional Subtropical, no Parque Estadual Quarta Colônia, RS, e determinar fatores ambientais importantes na ocorrência das espécies, a fim de subsidiar programas de restauração de áreas degradadas como ecossistema de referência. Para isso, foi realizado estudo fitossociológico em 12 parcelas de 200 m² (10 x 20 m, distantes 20 m entre si, distribuídas sistematicamente em quatro faixas de 100 m entre si, seguindo gradiente de topografia. Em cada parcela foram realizadas a identificação e a medição da circunferência à altura do peito (CAP e da altura total dos indivíduos arbóreos e arbustivos, ou seja, com CAP > 15 cm, denominado componente arbóreo. Os dados do sub-bosque foram obtidos em parcelas circulares com raio de 1,78 m, instaladas no centro das parcelas de 10 x 20 m, medindo-se indivíduos com altura > 30 cm e CAP <15 cm. As variáveis ambientais foram compostas pela declividade, pela intensidade luminosa, pelas características químicas e textura do solo. Os dados foram analisados segundo a estrutura e diversidade da vegetação por meio da análise de agrupamento pelo método TWINSPAN (Two-way Indicator Species Analysis e da ordenação pelo método CCA (Análise de Correspondência Canônica. Foi identificada a formação de dois grupos florísticos. A composição de espécies de cada grupo pertence a diferentes estágios de sucessão natural, conforme histórico de uso agrícola, e, segundo suas características funcionais, podem ser indicadas para programas de restauração florestal.

  1. Produção de serrapilheira no Cerrado e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado do Centro-Oeste Brasileiro Litterfall production in the Brazilian mid-western Amazonia-Cerrado transition forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos José da Silva

    2007-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo verificar a variação da produção de serrapilheira de diferentes biomas: Cerrado (com as fitofisionomias Cerrado sensu stricto e Cerradão e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado, em clima tropical. Para a determinação da produção de serrapilheira foram utilizados coletores de tela em náilon. Dados micrometereológicos foram coletados nas áreas de estudo. A produção de serrapilheira nos dois biomas mostrou acentuada sazonalidade, com as maiores produções ocorrendo durante a estação seca e menor durante a estação chuvosa. A maior produção de serrapilheira ocorreu na Floresta de Transição, seguida do bioma Cerrado. A fração de folhas foi mais representativa do que as frações de galhos, flores, frutos em ambas as áreas estudadas.The objective of the present work was to verify the variation of litterfall production of different biomass: a cerrado ("savanna" with vegetation types Cerrado sensu stricto ("orchard-like vegetation" and Cerradão ("woodland-like vegetation" and Amazonia-Cerrado transition forest in a tropical climate. To determine the litterfall production, we used nylon screen traps. Micrometereologic data was collected in both areas of study. The litterfall in two biomass revealed themselves as seasonal, with the highest productions occurring during the dry season and the lowest during the wet. The biggest litterfall occurred in the Transition Forest, followed by the Cerrado biome. Leaf fraction was more representative than twigs, flowers, fruits in both areas studied.

  2. Prevalência de asma em escolares de Alta Floresta - município ao sudeste da Amazônia brasileira Prevalence of asthma in schoolchildren in a municipality in the southeast of the Brazilian Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Regina de Col de Farias

    2010-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e os sintomas relacionados à asma em escolares e adolescentes residentes em Alta Floresta, Mato Grosso. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional da prevalência de asma em escolares de 6 e 7 anos de idade e adolescentes de 13 e 14 anos do município de Alta Floresta, MT, no ano de 2007. Foi utilizado o método padronizado do Study of Asthma and Allergies in Childhood - ISAAC, fase I, considerando como asmáticos aqueles estudantes que responderam afirmativamente à questão 2 - "presença de sibilos nos últimos 12 meses". RESULTADOS: Participaram da pesquisa 2.071 estudantes, dos quais 1.072 eram escolares (51,7% e 999 adolescentes (48,3%. A prevalência de asma entre os escolares foi de 21,4%, enquanto entre os adolescentes foi 12,4% (χ2 = 29,29; ρ = 0,00. Os escolares apresentaram maior prevalência dos seguintes sintomas: sibilos alguma vez na vida (49,9%, sibilos nos últimos 12 meses (21,4%, de 1 a 3 crises de sibilos (16,4% e tosse seca noturna (38,2%. Para diagnóstico médico de asma não houve diferença entre os dois grupos, situando-se em torno de 6,0%. Os escolares do gênero masculino apresentaram maior prevalência de asma, asma diagnosticada por médico e freqüência de sibilos maior ou igual a 4 vezes nos últimos 12 meses (ρ OBJECTIVE: To analyze the prevalence and symptoms of asthma in students of the Brazilian Amazon municipality of Alta Floresta-MT. METHODS: Cross-sectional study on the prevalence of asthma in 6 and 7 year-old children and 13 to 14 year-old adolescents, using the Study of Asthma and Allergies in Childhood - ISAAC method, phase I in 2007. Students who answered affirmatively question 2 - "presence of wheezing in the past 12 months" were considered asthmatic. RESULTS: Of the total 2,071 students, 1,072 (51.7% were children and 999 (48.3% were teenagers. The prevalence of asthma was 21.4% among schoolchildren, and 12.4% among adolescents (χ2 = 29.29; ρ = 0

  3. TAXA DE PREDAÇÃO DE NINHOS ARTIFICIAIS EM UMA ÁREA DE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL NA AMAZÔNIA CENTRAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Souza de Moura

    2017-01-01

    Full Text Available A predação de ninhos vem sendo sugerida como uma das causas do declínio de populações de aves, influenciando a estrutura e funcionamento das comunidades.  Apesar de diversos estudos terem avaliado fatores relacionados às variações nas taxas de predação de ninhos, poucos verificaram os efeitos do manejo florestal sustentável sobre estas taxas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência do manejo florestal sustentável sobre a taxa de predação de ninhos artificiais em uma floresta de terra firme na Amazônia Central. Para isso foram instalados ninhos artificiais em três áreas entre 11/2014 e 06/2015. Dos 240 ninhos montados 72 foram predados, sendo 29 na área não manejada, 24 na Área de Preservação Permanente e 19 na área manejada. Dos 72 ninhos predados 55,56% foram ninhos de sub-bosque e 44,44% ninhos de solo. A menor taxa de predação na área manejada pode estar relacionada às alterações na estrutura da vegetação e ao consequente afugentamento dos predadores.

  4. Treetop shelter of a neotropical river otter cub (Lontra longicaudis - Carnivora: Mustelidae in an Amazonian flooded forest Abrigo em copa de árvore de filhote de lontra neotropical (Lontra longicaudis - Carnivora: Mustelidae em floresta inundável amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Manuel Ribeiro Simões dos Santos

    2007-06-01

    Full Text Available The finding of a Neotropical river otter (Lontra longicaudis cub occupying a shelter in a hollowed treetop is reported. The observation was made in a seasonally flooded forest in Central Amazonia, during the high water peak of the annual inundation cycle. A literature review indicates that this is the first description of a shelter of the species, both in a hollowed tree and in Amazonia. This observation can indicate a strong relationship between the species' breeding cycle with the annual dynamics of Amazonian rivers. We discuss potential advantages and disadvantages of breeding when water level is high.É relatada a observação de um filhote de lontra (Lontra longicaudis ocupando um abrigo em uma cavidade na copa de uma árvore. A observação foi feita em uma floresta inundada na Amazônia Central, no pico de cheia do ciclo anual de inundação. A revisão da literatura revela que esta é a primeira descrição de um abrigo desta espécie em uma cavidade de árvore na natureza e na Amazônia. Tal observação pode indicar uma forte relação entre o ciclo reprodutivo da espécie e a dinâmica anual dos rios amazônicos. Discutimos vantagens e desvantagens potenciais da reprodução na época da cheia.

  5. DISTRIBUIÇÃO E RIQUEZA DE ESPÉCIES ARBÓREAS RARAS EM FRAGMENTOS DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA AO LONGO DE UM GRADIENTE ALTITUDINAL, EM SANTA CATARINA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago de Souza Ferreira

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMOEste estudo teve por objetivo analisar como a distribuição e riqueza de espécies raras em fragmentos de Floresta Ombrófila Mista ocorrem ao longo de um gradiente altitudinal. Para isso, espécies arbóreas (diâmetro à altura do peito > 5 cm foram amostradas em 10 fragmentos florestais localizados em diferentes pisos altitudinais do Planalto Sul-Catarinense, em uma área total de 10 ha. As espécies que apresentaram número de indivíduos igual ou inferior a 2 em pelo menos um fragmento foram classificadas como raras. A distribuição das espécies foi verificada por meio de dendrograma construído a partir do índice de distância florística de Jaccard e do algoritmo de agrupamento UPGMA. A riqueza total de espécies por fragmento e o número de espécies raras foram comparados entre as subformações montana e alto-montana, por meio do teste de Mann-Whitney (U. As relações entre altitude e os valores de riqueza total e número de espécies raras em cada fragmento foram determinadas por regressões lineares simples. Os resultados indicaram a formação de dois grandes grupos de espécies raras em função do piso altitudinal. Apesar de a riqueza total das comunidades reduzir com o aumento da altitude, o número de espécies raras não apresentou alterações significativas. Conclui-se que na região do Planalto Sul-Catarinense os fragmentos de Floresta Ombrófila Mista apresentam diferentes conjunto de espécies arbóreas raras de acordo com a altitude e que a diminuição da riqueza das comunidades com o aumento do piso altitudinal não é acompanhada pela redução do número de espécies raras.

  6. Environmental modeling to support Elizio Leao ship rescue operation; Modelagem atmosferica e hidrodinamica em apoio a operacao de resgate da embarcacao Elizio Leao

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Torres Junior, Audalio R. [Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), RJ (Brazil). Lab. de Modelagem de Processos Marinhos e Atmosfericos (LAMMA); Silva, Mariana P.R.; Silva, Ricardo M. da; Assad, Luiz Paulo de F.; Decco, Hatsue T. de; Landau, Luiz [Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), RJ (Brazil). Lab. de Metodos Computacinais em Engenharia (LAMCE); Silva Junior, Ronaldo da [PETROBRAS, Rio de Janeiro, RJ (Brazil)

    2008-07-01

    On October 7th, 2007, the Elizio Leao ship broke carrying 19,812.9 gallons of oil near the Marajo Island has mobilized the PIATAM Mar (Potenciais Impactos do Transporte de Petroleo e Derivados na Zona Costeira Amazonica) modeling team for an execution of hydrodynamic and atmospheric prognostics that could support the ship rescue operation. In this work some results are presented as the operational methodology which has been applied to support the rescue team's needs. (author)

  7. Floresta de símbolos: bicho e poesia para crianças e adultos inteligentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Augusto Rodrigues da Silva Junior

    2010-01-01

    Full Text Available This work utilizes aesthetic productions on the framework of Brazilian children's and youth literature and animal representation in the book. The framework is the poetic creation of Manuel Bandeira for a comparison between the works Arca de Noé, by Vinícius de Moraes, and Rimas da floresta, by José Santos. The main point for comparison is the image of the animal and the way of representing it within contemporary poetry. However, expressing different trends and multiple images, these books contain features in common that resemble them, such as fun and diversion, humor, imagination, realism, eco literature aspects, popular culture and colloquial language.

  8. Similaridade florística das florestas superomontanas no domínio Atlântico, Brasil

    OpenAIRE

    Amanda Koche Marcon; Ana Carolina da Silva; Pedro Higuchi; Francieli de Fátima Missio; Tiago de Souza Ferreira; Bruna Salami; Angelica Dalla Rosa; Marco Antonio Bento; Fernando Buzzi Júnior

    2014-01-01

    Este estudo teve como objetivos avaliar a similaridade florística do componente arbóreo de 39 remanescentes de florestas superomontanas no domínio atlântico, Brasil, e analisar a influência de variáveis geográficas e climáticas sobre os padrões observados. Foi utilizada uma matriz binária de presença e ausência das espécies arbóreas compiladas dos 39 levantamentos florísticos e fitossociológicos. Para conhecer a relação da composição florística das áreas com variáveis ambientais e espaciais, ...

  9. Sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta em Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Marques Gontijo Neto

    2014-02-01

    Full Text Available Os sistemas de integração de atividades, em propriedades agropecuárias, possibilitam uma série de efeitos positivos à produção, à região e, principalmente, aos agricultores. Nesse sentido, destacam-se os benefícios da integração lavoura-pecuária-floresta, em Minas Gerais, onde boa parte dos agricultores pratica a monocultura e depende da versatilidade de produção para manutenção das atividades nos campos. No artigo abaixo, são discutidos aspectos relacionados à produção integrada de culturas anuais, como milho, soja, feijão, arroz, sorgo e milheto, com espécies florestais e forrageiras, visando à produção dos grãos, manutenção da oferta de alimento para o gado, por período maior, e produção de madeira. As técnicas apresentadas levam em consideração características das propriedades, fatores agronômicos, econômicos e sociais. Além dos ganhos técnicos, as propriedades com atividades integradas contribuem para a sustentabilidade de produção e para o bem estar social no meio agrícola, uma vez que há proteção a recursos do meio ambiente, como a água, a microbiota edáfica benéfica, insetos, outros organismos que atuam como inimigos naturais, dentre outros. Adicionalmente, as atividades possibilitam a otimização na utilização dos recursos da propriedade, principalmente a mão-de-obra. São apresentados resultados de pesquisas recentes que comprovam os pontos positivos, assim como detalhes técnicos sobre os organismos estudados e futuros sistemas de manejo, aplicação e manutenção da tecnologia.

  10. Composição e estrutura de uma floresta ribeirinha no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Dutra Saraiva

    2011-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n4p49 A vegetação ribeirinha ocupa uma das áreas mais dinâmicas da paisagem, e apresenta espécies altamente especializadas e adaptadas a uma variedade de distúrbios ocorrentes na zona ripária. Foi realizado um levantamento fitossociológico com o objetivo de descrever a composição florística e a estrutura fitossociológica do componente arbóreo, assim como destacar algumas características dinâmicas das espécies que o compõem, em uma floresta ribeirinha no rio Jaguarão, sul do Brasil.  Foram amostradas todas as árvores com DAP ≥ 5 cm em 25 parcelas de 10 × 10 m (0,25 ha. Foram registradas 725 árvores vivas pertencentes a 27 espécies, 24 gêneros e 16 famílias botânicas, e 51 mortas ainda em pé. As famílias com maior riqueza específica foram Myrtaceae e Salicaceae. As espécies com os maiores valores de cobertura (VC e de importância (VI foram Sebastiania commersoniana, Allophylus edulis, Eugenia uniflora e Pouteria salicifolia, acumulando mais de 80% da abundância total registrada.  A diversidade (H’ foi estimada em 1,84 nats.ind.-1 e a equabilidade (J’ em 0,56 nats.ind.-1. Prevaleceram espécies zoocóricas de categorias inciais e intermediárias de sucessão, sendo em sua maior parte provenientes do contingente oeste de migração e de ampla distribuição nas regiões sudeste e sul do Brasil.

  11. Bioatividade de três espécies vegetais nativas da Floresta Atlântica brasileira frente ao microcrustáceo Artemia salina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    W.M Pompilho

    2014-09-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo a investigação fitoquímica e propriedades antioxidantes de extratos das folhas de Trigynaea oblongifolia Schltdl (Annonaceae, Ottonia frutescens Trel (Piperaceae, e Bathysa australis (St Hill Hooz (Rubiaceae, bem como avaliar, in vitro, a letalidade frente ao microcrustáceo Artemia salina Leach. Os extratos foram preparados por maceração em metanol 10% (p/v por sete dias, à temperatura ambiente. A atividade antioxidante dos extratos foi determinada pela metodologia que utiliza o radical estável DPPH. A toxicidade dos extratos foi avaliada frente ao microcrustáceo A. salina. Os extratos de O. frutescens e B. australis apresentaram as seguintes classes de metabólitos secundários: Alcalóides, Antraquinonas, Cumarinas, Polifenóis (Taninos, Saponinas. Nos extratos de T. oblongifolia, além dos metabólitos citados anteriormente, foi detectada a presença de Flavonóides. A atividade antioxidante, observada em 30 minutos na concentração de 24 µg/mL de extrato, foi de: O. frutescens - 38,3%, T. oblongifolia - 32,3%, e B. australis - 32,1%. A Concentração Letal, CL50, dos extratos em A. salina foi de: O. frutescens - 149,75 ± 1,02 µg/mL, T. oblongifolia - 148,8 ± 1,74 µg/mL, e B. australis - 684 ± 9,04 µg/mL. Neste contexto, destacamos as espécies, nativas da Floresta Atlântica, O. frutescens e T. oblongifolia de grande potencial na bioprospecção de moléculas biologicamente ativas.

  12. Estrutura do componente arbustivo-arbóreo de dois estádios sucessionais de floresta estacional semidecidual na Reserva Florestal Mata do Paraíso, Viçosa, MG, Brasil Structure of the tree-shrub component in two successional stages of semideciduous forest in the Mata do Paraíso Forest Reserve, Viçosa, MG, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Isabel do Carmo Pinto

    2007-10-01

    Full Text Available Realizou-se o estudo das variações estruturais do componente arbustivo- arbóreo em dois estádios sucessionais - inicial e madura - de Floresta Estacional Semidecidual, na Reserva Florestal Mata do Paraíso, em Viçosa, MG, Brasil. A Reserva Florestal está situada nas coordenadas 20º45'S e 42º55'W e a uma altitude média de 689 m. O clima da região é classificado como Cwb pelo sistema de Köppen. As espécies arbustivo-arbóreas foram amostradas dentro de 20 parcelas de 10 x 30 m, sendo 10 parcelas em cada estádio sucessional, sendo considerados apenas os indivíduos com diâmetro a 1,30 m do solo (DAP > 4,8 cm. Na floresta inicial foram amostrados 399 indivíduos, distribuídos em 27 famílias e 55 espécies. As espécies com maior valor de importância (VI foram Piptadenia gonoacantha, Vernonanthura diffusa, Miconia cinnamomifolia, Piptocarpha macropoda e Luehea grandiflora. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,31 nat.ind.-1 e a equabilidade de Pielou (J', igual a 0,83. No estádio floresta madura foram amostrados 623 indivíduos, distribuídos em 31 famílias e 78 espécies. As espécies com maior valor de importância (VI foram Euterpe edulis, Piptadenia gonoacantha, Nectandra lanceolata, Myrcia sphaerocarpa e Guapira opposita. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,46 nat.ind.-1 e a equabilidade de Pielou (J', igual a 0,79. As distribuições diamétricas das quatro espécies mais abundantes em cada estádio sucessional apresentaram padrões distintos, aparentemente relacionados ao estádio sucessional.The study of the floristic and structural variations of the tree-shrub component was carried out in two successional stages of Semideciduous Forest, initial and mature, located in the Mata do Paraíso Forest Reserve, in Viçosa, Minas Gerais State, Brazil. The Forest Reserve is located at 20º45'S and 42º55'W, with average altitude of 689 m. The regional climate is classified as Cwb by the Köppen system

  13. Florística e fitossociologia de uma floresta de vertente na Amazônia Central, Amazonas, Brasil Floristic and phytosociology of a slope forest in Central Amazonia, Amazonas, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlem Nascimento de Oliveira

    2004-01-01

    Full Text Available O estudo florístico e fitossociológico de árvores, palmeiras e lianas com diâmetro à altura do peito (DAP >10 cm, em uma floresta de vertente na Amazônia Central (2º35'45" S e 60º12'40" W, foi realizado empregando-se 20 parcelas de 50 x 10 m, distribuídas em dois transectos paralelos de 500 x 10 m. Foram registrados 771 indivíduos, pertencentes a 50 famílias, 120 gêneros e 239 espécies. Das espécies amostradas, 44% são "localmente raras". Sapotaceae, Lecythidaceae, Fabaceae, Caesalpiniaceae e Chrysobalanaceae constituíram as cinco famílias com maior riqueza de espécies e número de indivíduos. Dos 771 indivíduos amostrados, mais de 65% apresentaram DAP > 20 cm. As espécies Eschweilera bracteosa e Protium apiculatum apresentaram os maiores valores de IVI. Cerca de 83% das espécies encontram-se distribuídas aleatoriamente no hectare amostrado. O índice de diversidade Shannon-Wiener foi de 5,01 nats.indivíduo-1, com uniformidade de 0,91, valores altos no contexto de levantamentos semelhantes na região. A heterogeneidade edáfica e topográfica da área, as taxas de recrutamento de novos indivíduos e de espécies "localmente raras" à comunidade local, podem ter contribuído para as altas dissimilaridade (36,2% e diversidade florísticas documentadas neste estudo.The floristic and phytosociological study of trees, palms and lianas with diameter at breast height (DBH >10 cm in a forest slope in Central Amazonia (2º35'45 "S and 60º12'40" W was carried out using 20 plots of 50 x 10 m, distributed in two parallel transects of 500 x 10 m. A total of 771 plants were registered, belonging to 50 families, 120 genera and 239 species. Of the sampled species, 44% are locally rare. Families with the most species and number of individuals were Sapotaceae, Lecythidaceae, Fabaceae, Caesalpiniaceae and Chrysobalanaceae. More than 65% of the sampled plants had DBH > 20 cm. Eschweilera bracteosa and Protium apiculatum were the most

  14. Análise de danos de colheita de madeira em floresta tropical úmida sob regime de manejo florestal sustentado na Amazônia ocidental Analysis of logging damage in a moist tropical forest under sustained management in western Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Carlos Martins Pinto

    2002-08-01

    Full Text Available Procurou-se identificar, qualificar e quantificar a intensidade de danos causados pela colheita florestal em uma área com floresta primária explorada (FPE, tendo com testemunha uma área com floresta primária não-explorada (FPNE, com 202 e 204 ha, respectivamente. Na FPNE, foram avaliados os danos decorrentes de causas naturais. As áreas de FPE e de FPNE localizam-se no município de Manicoré, Estado do Amazonas. Realizou-se o inventário utilizando o método de amostragem aleatória, em ambas as áreas. As amostragens foram executadas em dois níveis de inclusão de DAP. No nível I foram instaladas cinco parcelas de 100 x 100 m (1 ha, onde foram inventariadas todas as árvores com DAP > ou = 15 cm. No nível II, as parcelas do nível I foram divididas sistematicamente em subparcelas de 10 x 10 m (100 m², tendo sido amostradas aleatoriamente cinco subparcelas por parcela do nível I, totalizando 2.500 m², onde foram inventariados todos os indivíduos (varejões com 5,0 The objective of this work was to identify, qualify and quantify the intensity of damage from natural causes and forest harvest in a non-exploited old growth forest (FPNE and in a harvested old growth forest (FPE. The studied area is located in the counties of Manicoré, Amazon, Brazil, with an area of 204 ha of FPNE and 202 ha of FPE, respectively. The inventory was carried out applying the randomized sampling method, in both areas. Sampling collection was carried out in two levels of approach. In level I, five plots of 100 x 100 m (1 ha were established, and the individuals with DBH > or = 15 cm were evaluated. In level II, the plots of level I were systematically subdivided in subplots of 10 x 10 m (100 m², being randomly sampled only five of these per plot of level I, with an area of 2,500 m², where all the individuals between 5.0 <= DBH < 15 cm (large samplings were evaluated. The assessment of damage caused to the remaining trees indicate that only 10% of the

  15. Avaliação de bactérias extremófilas facultativas na produção de fitomassa do híbrido "urograndis" de eucalipto, a partir de sementes

    OpenAIRE

    Marques,Eder; Uesugi,Carlos Hidemi

    2013-01-01

    Atualmente, a árvore mais plantada no Brasil é o Eucalyptus spp., ocupando 81,6% das florestas plantadas. Sua produtividade em 2009 foi de 44,2 m³ de eucalipto com casca/ha, gerando aproximadamente 46.850 empregos diretos. Estudos de bactérias benéficas, como as Rizobactérias Promotoras de Crescimento de Plantas (RPCPs), vêm sendo desenvolvidos há mais de um século. Este trabalho objetivou avaliar estirpes de bactérias extremófilas facultativas que possuam potencial na promoção de crescimento...

  16. Influência de variáveis meteorológicas na produção de liteira na Estação Científica Ferreira Penna, Caxiuanã, Pará Influence of meteorological variables in the litterfall production in the Ferreira Penna Scientific Station, Caxiuanã, Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosecélia Moreira da Silva

    2009-09-01

    Full Text Available A avaliação da influência da exclusão da precipitação sobre a variação na produção de liteira foi realizada na Reserva Florestal de Caxiuanã - Estação Científica Ferreira Penna (1º 42' S, 51º 31' W durante o período de março de 2001 a fevereiro de 2003, com o objetivo de identificar as principais variáveis meteorológicas e do balanço hídrico mensal que afetaram a produção e decomposição de liteira. Este trabalho foi parte do subprojeto EXPERIMENTO DE SECA NA FLORESTA (ESECAFLOR, que tinha o objetivo de estudar o impacto de seca prolongada na floresta nos fluxos de água, energia e dióxido de carbono na floresta amazônica. A sazonalidade na produção de liteira e de seus componentes (folhas, gravetos e partes reprodutivas foi bem estabelecida, com a ocorrência da maior produção de liteira nos meses com menor precipitação. A produção total mensal de liteira variou durante o período experimental, de 294,78 kg.ha-1 a 1758,69 kg.ha-1, com um valor médio de 777,70 kg.ha-1. A produção total de liteira foi distribuída em folhas (61,40 %, gravetos (18,45 % e partes reprodutivas (20,14 %. Os resultados obtidos na parcela sob condições naturais apresentaram uma maior produção de liteira, aproximadamente 25 %, comparada com a produção de liteira na parcela submetida à exclusão da água de chuva. As variáveis mais fortemente correlacionadas com a produção de liteira e suas componentes foram a velocidade do vento, a densidade de fluxo de radiação solar global, a densidade de fluxo de radiação fotossintéticamente ativa, a temperatura do solo a 5 cm de profundidade, a precipitação, o déficit hídrico e o excesso hídrico.The evaluation of the influence on the exclusion of rainfall on the variation of litter production was done in Caxiuanã Forest Reserve at Ferreira Penna Scientific Station (1º 42 ' S, 51º 31 ' W during the period from March, 2001 to February, 2003 with the objective of identifying

  17. Avaliação econômica e produtiva dos sistemas integrados de lavoura-pecuária-floresta

    OpenAIRE

    Barbosa, Fabiano Alvim; Costa, Patrícia Monteiro; Andrade, Venício José de; Maia Filho, Geraldo Helber Batista; Maciel, Isabella Cristina de Faria; Lopes, Saulo Queiroga

    2015-01-01

    Com o crescimento da população mundial existe uma maior demanda por alimentos. A necessidade de investimentos em tecnologia em busca de maior produtividade sem efeito negativo sobre o meio ambiente é inquestionável. Sistemas integrados como a integração lavoura pecuária e integração lavoura pecuária floresta são sistemas conservacionistas e sustentáveis que ganham destaque no cenário nacional uma vez que reduzem o risco financeiro e produtivo no setor agropecuário sem causar danos a natureza....

  18. Intenção comportamental de agricultores do Oeste de Santa Catarina para a conservação de florestas nativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Zuchiwschi

    2015-03-01

    Full Text Available ResumoConciliar a conservação de florestas nativas e a produção agropecuária em estabelecimentos rurais é uma tarefa complexa que demanda abordagens sistêmicas e multidisciplinares que incluam, além de aspectos biológicos dos recursos, outros de natureza socioeconômica, cultural e mesmo psicológica. Para identificar e comparar a intenção comportamental de agricultores da região Oeste de Santa Catarina para a conservação e manejo de florestas nativas em seus imóveis rurais, foi utilizada neste trabalho a Teoria do Comportamento Planejado. Verificou-se que a Intenção Comportamental de agricultores de diferentes sistemas de produção e de agricultores com e sem dependência por recursos florestais nativos para compor a renda, diferem. Diferenças entre grupos de agricultores em relação aos resultados da Atitude e do Controle Comportamental Percebido estavam associadas de forma coerente com aspectos socioeconômicos e ambientais. Os resultados das Normas Subjetivas indicam que a família é a principal referência dos agricultores, exercendo pressão positiva para a conservação florestal.

  19. Variações na composição e estrutura da vegetação permitem detectar agrupamentos florísticos em uma Floresta Subtropical Atlântica no Sul do Brasil?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo de Maçaneiro

    2016-12-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2016v29n4p43 As variações da vegetação em função da posição topográfica têm despertado o interesse dos pesquisadores. Entretanto, poucos estudos verificaram as associações florísticas formadas pela posição topográfica de uma encosta. Neste trabalho, analisamos se as variações na vegetação permitem detectar agrupamentos florísticos em uma Floresta Pluvial Subtropical. A vegetação foi amostrada em 25 parcelas de 400 m² distribuídas sistematicamente, onde foram medidos os indivíduos com DAP ≥ 5,0 cm. Amostramos 1.727 indivíduos e 144 espécies. A ordenação NMDS segregou três grupos em função da posição topográfica da encosta (Monte Carlo, P ≥ 0,05; ANOSIM, P < 0,001. Euterpe edulis e Sloanea guianensis se destacaram nos terços inferior e médio da encosta, enquanto Ocotea aciphylla e Alchornea triplinervia se destacaram no terço superior. Algumas espécies se mostraram indicadoras dos setores analisados, como é o caso de Actinostemon concolor e Alsophila setosa no terço inferior, Cyathea corcovadensis e Rudgea recurva no terço médio e Myrcia pulchra e Podocarpus sellowii no terço superior. Nossos resultados indicaram que as variações florísticas e estruturais observadas por Veloso e Klein (1959 e Klein (1980; 1984 para o Vale do Itajaí em Santa Catarina apresentam validade estatística nos dias atuais, pois verificamos a formação de diferentes grupos de acordo com a posição topográfica da encosta.

  20. Sedative Effects of Intranasal Midazolam Administration in Wild Caught Blue-fronted Amazon (Amazona aestiva) and Orange-winged Amazon (Amazona amazonica) Parrots.

    Science.gov (United States)

    Schaffer, Débora P H; de Araújo, Nayone L L C; Raposo, Ana Cláudia S; Filho, Emanoel F Martins; Vieira, João Victor R; Oriá, Arianne P

    2017-09-01

    Safe and effective sedation protocols are important for chemical restraint of birds in clinical and diagnostic procedures, such as clinical evaluations, radiographic positioning, and blood collection. These protocols may reduce stress and ease the management of wild-caught birds, which are susceptible to injury or death when exposed to stressful situations. We compare the sedative effect of intranasal midazolam in wild-caught blue-fronted (Amazona aestiva) and orange-winged (Amazona amazonica) Amazon parrots. Ten adult parrots of each species (n = 20), of unknown sex, weighing 0.337 ± 0.04 (blue-fronted) and 0.390 ± 0.03 kg (orange-winged), kg were used. Midazolam (2 mg/kg) was administered intranasally and the total volume of the drug was divided equally between the 2 nostrils. Onset time and total sedation time were assessed. Satisfactory sedation for clinical evaluation was induced in all birds. Onset time and total sedation times were similar in both species: 5.36 ± 1.16 and 25.40 ± 5.72 minutes, respectively, for blue-fronted Amazons and 5.09 ± 0.89 and 27.10 ± 3.73 minutes, respectively, for orange-winged Amazons. A total of 15 animals showed absence of vocalization, with moderate muscle relaxation and wing movement upon handling, and 2 animals presented with lateral recumbence, with intense muscle relaxation and no wing movement, requiring no restraint. Three blue-fronted Amazons had no effective sedation. Intranasally administered midazolam at a dose of 2 mg/kg effectively promoted sedative effects with a short latency time and fast recovery in wild-caught parrots.

  1. Banco de sementes do solo de uma Floresta Estacional Semidecidual, em Viçosa, Minas Gerais.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juvenal Pinheiro Batista Neto

    2010-08-01

    Full Text Available Avaliou-se quantitativa e qualitativamente a florística do banco de sementes do solo de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana, no município de Viçosa, MG. No final da estação chuvosa (março/2004, foram coletadas duas amostras de solo de 20 x 15 cm, com 5 cm de profundidade, no centro de seis subparcelas contíguas de 10 x 20 m, em dez parcelas permanentes de 20 x 60 m, em dez locais, totalizando 120 amostras (3,6 m2. As amostras de solo foram colocadas em estruturas de sombreamento de 11,5 % e 60 %, e as sementes germinadas foram identificadas em graminóides, herbáceo-cipós, arbustivas e arbóreas. Foram registradas 3.416 sementes germinadas, sendo 30,2 % graminóides, 29,2 % herbáceo-cipós, 17,5 % arbustivas e 23,1 % arbóreas, estas duas últimas distribuídas em 17 famílias, 25 gêneros e 31 espécies. Melastomataceae, Cecropiaceae e Piperaceae contribuíram com 31,8 %, 10,0 % e 8,8 % do total de espécies, respectivamente, sendo que Miconia cinnamomifolia e Leandra purpurascens foram responsáveis por 59,3 % das sementes arbustivo-arbóreas germinadas. As pioneiras se destacaram com 61,3 % das espécies e 88,5 % das sementes germinadas. Não foram registradas espécies secundárias tardias. A densidade média de sementes germinadas para todos os hábitos e locais foi de 949 sementes/m2. O número de espécies e de sementes germinadas do grupo arbustivo-arbóreo diferiu significativamente pelo teste Kruskal-Wallis (P ≤ 0,05 entre os locais estudados. Esses resultados indicam que, no banco de sementes do solo, há predomínio de espécies pioneiras que são importantes para a sucessão em clareiras ou após o corte da floresta. Porém, esse estoque de sementes não é suficiente para a continuidade do processo de sucessão, que inclui o estabelecimento de maior proporção de espécies secundárias iniciais e tardias. Isso indica que há necessidade de um manejo adequado do banco de pl

  2. Pecuarização na Amazônia e consumo de carne: o que está por trás? Grassification of the Amazon region and meat consumption: what is behind?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Bordini Prado

    2011-09-01

    Full Text Available O artigo discute o avanço da fronteira agropecuária para dentro da floresta Amazônica, motivado, em grande parte, pelo aumento do consumo de carne bovina e por sua ineficiência na produção de proteínas. A metodologia constou de levantamento bibliográfico e de dados secundários e de campo no município de Xapuri, Acre, onde o fenômeno da pecuarização é bastante intenso, inclusive na Reserva Extrativista Chico Mendes. Em Xapuri, foram entrevistados diferentes atores sociais sobre a motivação para a introdução da pecuária no município e na reserva Chico Mendes. Resultados indicaram fatores históricos, de mercado econômico e de consumo como os principais propulsores. A redução do consumo de carne e seus derivados poderia diminuir a pressão sobre a floresta Amazônica, bem como políticas de incentivo às atividades extrativas.The article discusses the increased grassification and deforestation of the Amazon Forest, related to cattle breeding and motivated by increased meat consumption and its inefficiency in protein production. Methods consisted of literature review, data collection and fieldwork in the municipality of Xapuri, State of Acre, where the grassification process is very intense, even at the Chico Mendes Extractivist Reserve. In Xapuri, different social actors were interviewed about their reasons to introduce cattle breeding in the municipality and inside the Chico Mendes Reserve. Results indicated historical, economic and consumer market factors as the main causes. The reduction in meat consumption and incentives for extractivist products might reduce pressure on the Amazon forest.

  3. Efeito dos tratos silviculturais na produtividade e na qualidade da madeira em plantações de Eucalyptus spp

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Genilson Cordeiro de Sousa

    2010-09-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve os tratamentos culturais que podem ser realizados em plantações de eucalipto, com o intuito de melhorar a produtividade e qualidade da madeira produzida. A escolha do espaçamento inicial de plantio depende do destino final da madeira a ser produzida. O controle de plantas invasoras pode ser de forma manual, mecânica ou química nas linhas e/ou entrelinhas de plantio, este é de suma importância principalmente no estabelecimento da floresta, no qual essas plantas invasoras iram competir pelos recursos do meio com as mudas recém plantadas, retardando o crescimento da floresta. A fertilização pode alterar a estrutura anatômica e a densidade da madeira. A desrama pode melhorar a qualidade da madeira tornando-a isenta de nós. O desbaste é empregado para ampliar o espaço vital, e obter, dessa forma, um maior crescimento em diâmetro das árvores remanescentes.

  4. Seroprevalence of human Trypanosoma cruzi infection in diferent geografic zones of Chiapas, Mexico Soroprevalência da infecção humana pelo Trypanosoma cruzi em diferentes regiões de Chiapas, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Angel Mazariego-Arana

    2001-10-01

    Full Text Available A serologic survey was carried out in four different geographic zones of Chiapas, Mexico. A total of 1,333 samples were collected from residents of thirteen communities located on the Coast, Central Mountain, Lacandon Forest and a zone called Mesochiapas. One hundred and fifty one seropositive individuals (11.3% were identified. Human Trypanosoma cruzi infection was influenced by geography. In the Lacandon Forest and Central Mountains there was a higher seroprevalence 32.1 and 13.8% respectively, than on the coast (1.2%. In Mesochiapas there were no seropositive individuals among the 137 persons tested. An active transmission is probably continuing because seropositive cases (13.8% were detected in children under 10 years of age. The vector recognized on the Coast was Triatoma dimidiata while in the Lacandon Forest it was Rhodnius prolixus.Foi feito um estudo sorológico em quatro zonas geográficas do estado de Chiapas México. Foram colhidas 1333 amostras dos habitantes das 13 comunidades situadas na costa, na região central montanhosa, na floresta lacandona e na região chamada mesochiapas. Cento cinqüenta e uma pessoas (11,3% foram identificadas como soropositivas. A infecção pelo Trypanosoma cruzi teve a influência da geografia local. Na floresta lacandona nas montanhas centrais, foi encontrada uma prevalência de 32,1 e 13,8% respectivamente, mais que na costa 1,2%. Na zona de mesochiapas não foi encontrada nenhuma pessoa com sorologia positiva entre 137 estudadas. Como encontramos sorologia positiva em crianças menores de 10 anos, pensamos que exista uma transmissão ativa contínua. Na costa foi reconhecido o vetor Triatoma dimidiata e na floresta Lacandona o Rhodnius prolixus.

  5. Composição florística e estrutura de uma unidade de manejo florestal sustentável na Floresta Nacional do Tapajós, Pará Floristic composition and structure of a sustainable forest management unit at Tapajos National Forest, Para, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Guimarães Gonçalves

    2008-01-01

    Full Text Available Neste trabalho são discutidos aspectos da composição florística e da estrutura de um povoamento de floresta ombrófila densa submetido a práticas de exploração madeireira de impacto reduzido. O estudo foi conduzido numa unidade de manejo florestal com aproximadamente 3.200 ha, instalada na porção norte da Floresta Nacional do Tapajós (estado do Pará, onde foram extraídos, em média, 23,7 m³ de madeira por hectare. Para representar a variabilidade existente na área experimental, foram estabelecidas aleatoriamente seis parcelas amostrais de um hectare em diferentes quadras de exploração. As análises florístico-estruturais foram realizadas em duas escalas distintas com vistas a atender objetivos específicos: (a em nível de unidade de manejo, para uma caracterização global do povoamento florestal no qual serão baseados estudos subseqüentes; e (b em nível de parcela amostral, para subsidiar o estudo de dados de sensoriamento remoto frente às variações florístico-estruturais observadas. O conjunto de resultados obtidos indicou que a unidade de manejo florestal apresenta uma elevada diversidade florística no componente arbóreo (índice de Shannon-Weaver igual a 4,22. Observou-se que o povoamento é caracterizado pela concentração de uma grande quantidade de indivíduos e espécies em poucas famílias botânicas e por um número elevado de espécies localmente raras. A análise das variações florístico-estruturais entre parcelas amostrais evidenciou diferenças estatísticas significativas quanto à diversidade e a similaridade de espécies e quanto a valores médios de altura total. Adicionalmente, observou-se certa variabilidade nos padrões estruturais em termos de distribuição diamétrica e de valores estimados de volume comercial de madeira.In this work we discuss aspects of the floristic composition and structure of a stand of dense tropical rain forest subjected to low-impact logging practices. We conducted

  6. Fenologia reprodutiva de Syagrus romanzoffiana (Cham. Glassman (Arecaceae em Floresta Atlântica no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romualdo Morelatto Begnini

    2013-08-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n4p53 Este estudo avaliou a fenologia reprodutiva de Syagrus romanzoffiana em área de vegetação secundária de Floresta Atlântica no Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. As avaliações foram feitas a cada 30 dias, em 39 palmeiras reprodutivas, de junho de 2006 a julho de 2008. Dois eventos de floração foram registrados, um de novembro de 2006 a fevereiro de 2007 e outro de outubro de 2007 a março de 2008, com maior intensidade em dezembro de 2006 (média±dp (0,38±0,63 inflorescências/planta e janeiro de 2008 (0,59±0,55. A frutificação foi contínua, com frutos verdes presentes em todos os 26 meses e maior intensidade em março de 2008 (1,64±1,11 infrutescências/planta. Os frutos maduros estiveram presentes de forma descontínua, podendo ocorrer entre março e novembro, com as maiores intensidades em julho de 2006 (0,56±0,50 e em julho de 2008 (0,51±0,51. As médias mensais de inflorescências e de infrutescências maduras por planta apresentaram correlações significativas com o fotoperíodo, a precipitação e a temperatura dos meses correntes do período de estudo. Syagrus romanzoffiana apresentou variações na intensidade reprodutiva entre 2006 e 2008, com períodos de maior e de menor intensidade.

  7. Transformação da paisagem e o uso dos recursos florestais na agricultura familiar: um estudo de caso em área de Mata Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Garcia Alarcon

    2011-06-01

    Full Text Available São Bonifácio está localizado na região das serras do leste catarinense, no bioma Mata Atlântica. A agricultura e a pecuária leiteira, praticadas na pequena propriedade, compõem o setor responsável por garantir ocupação da maior parte da população. Este estudo tem como objetivo analisar a relação entre agricultores familiares e os recursos florestais da paisagem. O estímulo a práticas produtivas que não valorizam a floresta associado à ausência de políticas de incentivo para o manejo florestal de espécies nativas, foram determinantes para a redução das áreas florestadas em São Bonifácio nas últimas cinco décadas.

  8. Análise da estrutura e do estoque de fitomassa de uma floresta secundária da região de Manaus AM, dez anos após corte raso seguido de fogo Biomass stock and structural analysis of a secondary forest in Manaus (AM region, ten years after clear cutting followed by fire

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriano José Nogueira Lima

    2007-01-01

    Full Text Available Na Amazônia, o fogo é ainda o principal trato cultural utilizado no preparo de solo para agricultura e pecuária, tanto pelos pequenos como pelos grandes fazendeiros. Combinando à baixa fertilidade do solo e ao baixo preço da terra, assim que as fontes naturais de nutrientes são exauridas, as áreas são abandonadas e novas florestas primárias são derrubadas e queimadas. Por conta disso, grandes extensões de área da Amazônia são cobertas por florestas secundárias originadas de áreas abandonadas pela agricultura ou pastagem. Este estudo foi conduzido em uma área experimental usada em uma pesquisa sobre eficiência de combustão e emissão de gás carbônico da floresta amazônica, localizada aproximadamente 50 km ao norte de Manaus. A vegetação da área experimental foi derrubada e queimada em 1991, simulando as condições em que o pequeno agricultor prepara o solo para plantios de subsistência. Dez anos após a queimada, a floresta secundária ainda é bastante diferente da floresta original. As espécies vegetais dominantes são, principalmente, das famílias botânicas Annonaceae, Arecaceae, Burseraceae, Cecropiaceae, Euphorbiaceae, Fabaceae, Lecythidaceae, Melastomataceae, Mimosaceae, Sapindaceae e Sterculiaceae. O estoque de biomassa recuperado, dez anos após a formação da capoeira estudada, é de aproximadamente 16%, ou seja, a capoeira apresenta um estoque médio de 56,2 t.ha-1 ± 12 (IC 95%, enquanto que o estoque da floresta primária é de 339,7 t.ha-1 ± 66,7 (IC 95 %.In Amazonia, fire is widely used for soil preparation in the agriculture and cattle ranching, either by small or big farmers. The combination of low fertility of the soil and low price of the land usually leads to typical shift cultivation as soon as the natural sources of nutrients are exhausted, when new primary forests are felled and burned. Due to that, secondary forests originated from abandoned agriculture or pasture activity projects cover huge

  9. Detecção da Infraestrutura para Exploração Florestal em Rondônia Utilizando Dados de Sensoriamento Remoto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ekena Rangel Pinagé

    Full Text Available RESUMOA infraestrutura para exploração florestal é fundamental nas atividades de exploração madeireira, mas responde por grande parte dos impactos ambientais dessa atividade. O presente estudo aplicou e testou cinco técnicas de processamento digital de imagens orbitais com três resoluções espaciais distintas para a detecção de estradas e pátios florestais construídos em áreas sob manejo florestal sustentável na Floresta Nacional do Jamari, estado de Rondônia. Os resultados mostraram que o NDVI e a Análise de componentes principais apresentaram a melhor acurácia global nas resoluções espaciais de 5 e 10 metros e na de 30 metros, respectivamente. De maneira geral, a acurácia do produtor para a classe de interesse não foi alta, alcançando no máximo 39,2%, e índice Kappa de 0,38. A baixa performance das técnicas de geoprocessamento utilizadas na detecção de florestas exploradas seletivamente está relacionada às alterações ocorridas no dossel da floresta manejada, pouco perceptíveis em imagens de satélite.

  10. First Medicolegal Forensic Entomology Case of Central Amazon: A Suicide by Hanging with Incomplete Suspension

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Souza

    2014-04-01

    Resumo. Este relato descreve o primeiro caso de entomologia forense médico-legal na Amazônia Central. Um suicídio por enforcamento ocorrido em um platô de “terra firme” em floresta primária. A estimativa de intervalo pós-morte foi calculada com base na biologia da mosca varejeira Hemilucilia segmentaria (Fabricius e também pelo padrão de sucessão ecológica do besouro silfídeo Oxelytrum cayennense (Sturm. Este é o primeiro caso onde as informações ecológicas de um besouro foram usadas como indicador forense no Brasil. Estudos preliminares realizados em área urbana na cidade de Manaus e em hábitat semelhante em floresta primária, na Reserva Florestal Adolpho Ducke, próximo do local onde o caso ocorreu, foram fundamentais para ajudar para a estimativa do intervalo pós-morte.

  11. Equações de volume para galhos de espécies em diferentes grupos de valor econômico em uma Floresta Ombrófila Mista / Selection of mathematical equations to estimate the volume of branches for diferent groups of economic value in an Araucaria Forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geedre Adriano Borsoi

    2012-12-01

    Full Text Available ResumoO objetivo deste estudo foi testar equações matemáticas e estimar o volume de galhos para espécies de três grupos de valor econômico em uma área de Floresta Ombrófila Mista, situada na região nordeste do estado do Rio Grande do Sul. Foi realizada a cubagem rigorosa dos galhos de 287 árvores-amostra. Além dos galhos de cada árvore selecionada, o restante do fuste comercial (resíduo foi considerado na determinação do volume total de galhos. As árvores-amostra selecionadas foram separadas e classificadas em grupos de valor econômico. Dez modelos volumétricos foram testados, sendo que para a seleção do melhor modelo foram analisados o coeficiente de determinação ajustado, o coeficiente de variação; os desvios médios relativos, desvio absoluto relativo, o valor ponderado e a distribuição gráfica dos valores residuais. A divisão da floresta em grupos de valor comercial mostrou-se eficiente no ajuste de equações matemáticas. As equações selecionadas para estimar o volume de galhos foram: “1 de Meyer”, para o grupo de baixo valor; a “5 de Spurr”, para o grupo de médio valor, a “2 de Meyer – modificada”, para o grupo de alto valor comercial; e a “equação 3, de Naslund – modificada”, para a floresta.AbstractThe objective of this study was to test mathematical equations, and estimate the volume of branches for groups of three species of economic value in an area of Araucaria Forest, located in the northeast region of Rio Grande do Sul. Rigorous scaling of branches of 287 sample trees were performed. Besides considering the branches of each tree selected, the rest of the commercial tree trunks (residue were taken into account for the determination of the total amount of branches. The selected sample trees were separated and classified into groups of economic value. Ten volumetric models were tested. For selecting the best model, the analysis focused on the determination coefficient, the

  12. Novas perspectivas para a gestão sustentável da Floresta Amazônica: explorando novos caminhos New perspectives for the sustainable management of the Amazon forest: exploring new avenues

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirjam Ros-Tonen

    2007-06-01

    Full Text Available Com foco na indústria madeireira na região Amazônica do Brasil e com base numa comparação de resultados de uma pesquisa sobre o setor florestal realizada no início dos anos 90 e estudos realizados dez anos depois, este artigo explora várias tendências atuais com potência de mudar a gestão de florestas tropicais na região amazônica. Essas mudanças são relacionadas à a mudanças no suprimento de matéria prima, b globalização e abertura de mercados externos para madeira e outros produtos como a soja, c crescente escassez da madeira, d novos mercados e incentivos para o manejo florestal sustentável e manejo florestal comunitário, e e mudanças nos padrões de posse da terra, incluindo a descentralização da governança florestal e devolução de terras florestais. Concluímos que as mudanças apontam em direções diferentes. Enquanto a expansão dos mercados externos provoca o aumento do desmatamento, a descentralização e democratização da governança florestal e a preocupação global com a perda de serviços ambientais da floresta e de meios de vida para as populações locais criam novos incentivos para a gestão florestal sustentável. O maior desafio é encontrar meios para que a exploração florestal de base familiar e comunitária e as operações das serrarias nas áreas de assentamento sejam mais sustentáveis, por exemplo através de parcerias inovadoras do tipo empresa-comunidade.With a focus on the timber industry in the Brazilian Amazon region and based on a comparison of results of a study of the forestry sector carried out in the early 1990s and studies carried out about ten years later, this article explores various recent tendencies which have the potential to change tropical forest management in the Amazon region. These changes are related to a changes in the supply of roundwood, b globalisation and the opening of external markets for timber and other products like soy, c increasing scarcity of timber, d

  13. Propagules removal in fragments of native forest and in reforested areas in an Araucaria Forest region of Paraná State Remoção de propágulos em fragmento de floresta nativa e reflorestamentos numa região de Floresta Ombrófila Mista do estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yves Rafael Bovolenta

    2011-06-01

    Full Text Available A question that has been discussed is the role that reforestations with exotic species in native fauna and several studies have shown that removal of propagules is lower in these environments. This study compared the removal rate of propagules (araucaria seeds, peanuts, corn from areas of native forest (FN, reforestations of Pinus taeda L. (RP, Eucalyptus saligna Sm. (RE and Araucaria angustifolia (Bertol Kuntze (RA. In FN all propagules were removed. There was no difference in the removal of araucaria seeds between FN and RA, and removal rate in both areas differ from the removal rate in the RP and RE. In RP there was high removal of peanuts, while the RE showed the lowest value of removal of the three propagules. The low removal rates in reforestation of pine and eucalyptus reflect the decreased exploitation of these habitats for wildlife, which may be related to a poorly structured understory. Uma questão que tem sido discutida é o papel das monoculturas florestais exóticas na manutenção da fauna nativa e vários estudos têm mostrado que a remoção de propágulos é menor nesses ambientes. O presente trabalho comparou a taxa de remoção de propágulos (pinhão, amendoim, milho entre áreas de Floresta Nativa (FN, Reflorestamentos de Pinus taeda L. (RP, de Eucalyptus saligna Sm. (RE e Araucaria angustifolia (Bertol Kuntze (RA. Na FN, todos os propágulos foram removidos e não houve diferença significativa na remoção de pinhão entre a FN e o RA. A remoção de propágulos nessas áreas diferiu da remoção no RP e RE. No RP, houve alta remoção de amendoim, enquanto que o RE apresentou os menores valores de remoção dos três propágulos. As baixas taxas de remoção nos reflorestamentos de pinus e eucalipto refletem a menor exploração desses habitas pela fauna, o que pode estar relacionado com um subosque pouco estruturado.

  14. Reabilitação funcional de clareira de deslizamento em encosta íngreme no domínio da floresta atlântica, Rio de Janeiro (RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Batista de Negreiros

    2009-11-01

    Full Text Available Este estudo focaliza a reabilitação funcional de uma clareira de deslizamentos em encostas íngremes florestadas. Um estudo de caso foi desenvolvido numa clareira de deslizamento (17.888m2 gerada em 1988, para entendimento das respostas hidrológicas e erosivas frente às mudanças na interface biota-solo-água em seu interior e entorno. Os dados são comparados com estudos anteriores de Rocha Leão (1997 quando a presença de um dreno da estrada injetava fluxos d‘água de chuvas no interior da clareira limitando a revegetação até 2002. A estrutura da vegetação foi levantada em seções transversais na porção superior da clareira e encosta florestal adjacente, incluindo quatro sítios amostrais: floresta secundária tardia (FST; na borda direita (BD; borda esquerda (BE e local de revegetação inicial (RI. Os valores de área basal (FST=30,32m2/ha; BE=21,14 m2/ha; BD=14,85m2/ha e RI=8,8 m2/ha indicam um atraso na reabilitação da área submetida ao escoamento superficial concentrado proveniente do dreno da estrada. O topo do solo em FST é arenoso com 68% de agregados >2 mm; nos demais domínios, ocorre um solo franco arenoso e de baixa agregação (BE=41%, BD=46% e RI=25%. Os valores (% médios da razão entre vazão (Q e precipitação (P foram de FST=1,67%; BE=3,33%; BD=7,08% e RI=3,46% aumento na BD deve-se a proximidade de um afloramento rochoso que favorece a produção de escoamento superficial. No domínio erosivo da clareira estima-se uma taxa de sedimentos da ordem de 98g/m2/L. Que gera uma produção de sedimentos total de 1,05 ton. convergindo para o canal durante períodos chuvosos. As funções hidrológicas do topo do solo não retornaram totalmente e uma degradação florestal atrasada prevalece no entorno.

  15. Plano de Fortalecimento da Gestão do Turismo (PFGT: uma avaliação ex ante no município de Nísia Floresta (RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Richard Medeiros de Araújo

    2012-02-01

    Full Text Available Atualmente, o Plano de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur vem procurando fortalecer institucionalmente os destinos turísticos, a fim de garantir a ampliação e a continuidade das melhorias estruturais já realizadas quando da primeira fase do programa governamental, e ao mesmo tempo dotar os municípios de uma gestão pública mais eficiente, em que deverá também considerar o turismo como o eixo central na formulação e gerenciamento das políticas públicas municipais com foco no desenvolvimento local. Para tanto, o Prodetur lançou, no Rio Grande do Norte, o Plano de Fortalecimento da Gestão do Turismo, do Patrimônio Natural e Cultural em 2009. A pesquisa objetiva avaliar, de forma ex ante, a viabilidade da implementação do referido plano governamental no município de Nísia Floresta (RN. Adotaram-se as seis dimensões do modelo teórico de Draibe (2001 conjugadas com o modelo de Neves (1996 para conduzir a pesquisa. Metodologicamente, optou-se por uma abordagem qualitativa, na qual foram buscadas análises de documentos como o diagnóstico estratégico, o plano de ação proposto e realização de entrevistas semiestruturadas com alguns secretários municipais. Usou-se a análise de conteúdo como técnica de tratamento dos conteúdos das entrevistas e foram feitas observações não participantes. Assim foi possível desenhar a pesquisa avaliativa, caracterizando o momento administrativo e político atual e como esse desenho poderia interferir na implementação do plano avaliado. Conclui-se que o município não apresenta condições institucionais suficientes para a implementação do Plano Governamental financiado com recursos federais.

  16. Práticas de uso e manejo tradicional de Carapa spp. (andiroba na Reserva Extrativista do Rio Jutaí, Amazonas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego Alejandro Cardona Calle

    Full Text Available Na Reserva Extrativista (RESEX do Rio Jutaí, Amazonas, os moradores têm manifestado expectativas e aspiram mudanças quanto ao manejo da andiroba (Carapa spp.. Na presente pesquisa, foram formuladas perguntas sobre as razões dessas mudanças e como elas estão acontecendo. Aspectos socioeconômicos e de manejo foram estudados em 31 unidades familiares de dez comunidades da RESEX. Utilizaram-se entrevistas semiestruturadas, observação participante e avaliação de tempo e esforço de trabalho. A população local atribuiu relevante significado para a espécie em razão do valor de uso, destacando-se as aplicações medicinais, na pesca de matrinxã (Brycon spp. e de outras quatro espécies de peixe. O manejo da andiroba é realizado, principalmente, em áreas de floresta primária e é complementado pela maioria das famílias na forma de plantios, comercializando parte da produção no interior da RESEX. Análises multivariadas discriminaram um grupo que investe maior tempo e número de pessoas na coleta, tendo maior produção, no entanto com menor rendimento. Não existe tendência à especialização das atividades, pois as famílias são pluriativas. O fenômeno estudado se encaixa na proposta conceitual do neoextrativismo, na medida em que as práticas estão em transformação e incluem cultivo e beneficiamento.

  17. Teores de Carbono Orgânico de Seis Espécies Naturais do Ecossistema da Floresta Ombrófi la Mista / Organic Carbon Contents in Six Native Species in the Araucaria Forest Ecosystem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Simone Weber

    2006-08-01

    Full Text Available Muitas vezes o estoque de carbono de uma floresta é estimado com a aplicação de equações matemáticas que utilizam os teores de carbono para um determinado grupo de espécies. No entanto, isto só é possível se não houver diferenças significativas entre os teores de carbono destas espécies. Neste contexto, o presente trabalho visa analisar estatisticamente os teores de carbono de seis espécies nativas da Floresta Ombrófila Mista, na região sul do estado do Paraná. Foram feitas análises de variância entre os teores de carbono das espécies Myrsine ferruginea (Ruiz & Pav. Spreng. (capororoca, Ocotea porosa (Nees L. Barroso (imbuia, Mimosa scabrella Benth. (bracatinga, Styrax leprosus Hook & Arn. (carne-de-vaca, Symplocos unifl ora (Pohl Benth. (mariamole e Ilex paraguariensis St. Hil. (erva-mate para verificar se existe variação estatisticamente significativa entre espécies, entre as mesmas partes (casca, fuste, folhagem, galho vivo, galho morto e miscelânea de diferentes espécies e entre diferentes partes da mesma espécie. Os resultados revelam que a folhagem de Styrax leprosus foi à única que se diferenciou das demais, pois possui um baixo teor de carbono. Em todas as outras partes não houve diferenças em função da espécie. A análise entre partes da mesma espécie, revelou que existem padrões diferentes para cada espécie, mas que a porção folhagem sempre concentra os maiores teores de carbono. Desconsiderando a separação em diferentes partes, não houve diferença estatística entre os teores de carbono quando comparados os valores médios de cada espécie.

  18. INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA NA GERMINAÇÃO DE DIÁSPOROS DE Ocotea odorifera (Vellozo Rohwer (CANELA-SASSAFRÁS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Carlos Nogueira

    2005-06-01

    Full Text Available O presente experimento foi conduzido no Laboratório de Sementes Florestais do Departamento de Ciências Florestais – UFPR, com o objetivo de avaliar a influência das temperaturas de 20, 25 e 30º C e da remoção do envoltório (endocarpo e tegumento na germinação de diásporos de Ocotea odorífera. O material coletado no Município de Fazenda Rio Grande-PR, em um trecho de Floresta Ombrófila Mista Primária Alterada, foi analisado estatisticamente por meio de delineamento inteiramente casualisado. Concluiu-se que os diásporos sem envoltório apresentaram maior velocidade e porcentagem de germinação nas temperaturas de 25 e 30 º C.

  19. Composição florística do componente arbóreo de um trecho de Floresta Atlântica na Área de Proteção Ambiental da Serra da Capoeira Grande, Rio de Janeiro, RJ, Brasil Floristic survey of the tree layer in an area of Atlantic Rainforest in Serra da Capoeira Grande Environmental Protection Area, Rio de Janeiro State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Luna Peixoto

    2004-03-01

    Full Text Available A Área de Proteção Ambiental (APA da Serra da Capoeira Grande (22º59'03"S e 43º38'59"W tem área total de 80ha e é um dos últimos remanescentes florestais com pau-brasil (Caesalpinia echinata Lam. no município do Rio de Janeiro. Além disso, ocorrem na área outras três espécies ameaçadas de extinção: Cariniana ianeirensis R. Knuth, Acosmium lentiscifolium Spreng. e Machaerium incorruptible (Vell. Fr. All. ex Benth. O levantamento fitossociológico foi realizado por meio do método dos quadrantes, tendo sido alocados 200 pontos e tendo-se como critério de inclusão 15cm de circunferência do tronco a 1,30m de altura do solo. A composição florística é o resultado desta amostragem acrescida de coletas feitas durante caminhadas no fragmento, totalizando 29 famílias, 58 gêneros e 69 espécies. As famílias que apresentaram maior número de espécies foram: Leguminosae (13, Myrtaceae (6, Euphorbiaceae (5, Bignoniaceae, Bombacaceae, Celastraceae, Flacourtiaceae, Moraceae, Rubiaceae e Solanaceae (3. Analisando a similaridade florística entre a APA da Serra da Capoeira Grande e outras 18 áreas florestais do Rio de Janeiro, observou-se maior identidade florística entre a área estudada e florestas de baixada localizadas próximas ao mar. Todas as florestas reuniram-se com um baixo nível de similaridade, refletindo a diversidade florística das florestas do Rio de Janeiro.The 80-hectare site (22º59'03"S and 43º38'59"W, is one of the last forest remnants in Rio de Janeiro municipality, where brazilwood (Caesalpinia echinata Lam. occurs naturally. Furthermore, three other endangered species occur in this area: Cariniana ianeirensis R. Knuth, Acosmium lentiscifolium Spreng., and Machaerium incorruptible (Vell. Fr. All. ex Benth. Trees were sampled according to the point-centered-quarter method. The inclusion criteria was PBH >15cm; a total of 200 points were surveyed. The floristic composition was comprised of the sampled

  20. O estudo das fontes estrangeiras na obra de Machado de Assis e o caso italiano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eugênio Vinci de Moraes

    2008-04-01

    Full Text Available Os estudos das fontes italianas na obra de Machado de Assis ainda são uma esquecida árvore no meio da floresta dos estudos machadianos. Três aspectos explicam talvez a posição marginal dessas pesquisas: primeiro, o número menor de refer~encias italianas perante as inglesas e francesas, por exemplo; segundo, a ausência de estudos de maior fôlego; por último, por essa fonte não tocar nas questões centrais da obra de Machado. Neste artigo pretende-se mostrar de que forma trabalhar com as fontes em Machado, com base em três modelos de análise, e também de que forma esses estudos podem tocar, sim, em pontos fundamentais da obra de Machado, desde que não se desdenhe a já alentada e qualificada fortuna crítica do escritor fluminense.

  1. RENTABILIDADE DE PLANTIOS DE ACÁCIA-AUSTRALIANA E DE SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUARIA-FLORESTA NO SUDOESTE DO PIAUÍ

    OpenAIRE

    Araújo, Emanuel França; Universidade Federal do Piauí; Aguiar, Adriano Saraiva; Mestrando em Ciências Florestais do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Brasília; Barbosa, Marcus Vinícius Ribeiro; Graduado em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas, Bom Jesus, Piauí; de Brito, Wédison Campos; Graduado em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas, Bom Jesus, Piauí; Cordeiro, Sidney Araújo; Professor Doutor em Ciência Florestal, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, Minas Gerais.

    2015-01-01

    Objetivou-se com este trabalho realizar análise comparativa dos rendimentos de sistemas agroflorestais e monocultivo com Acacia mangium Willd, em uma área de 10 hectares no município de Bom Jesus no Sudoeste do Estado do Piauí. Foram realizadas análises comparativas das simulações de receitas da venda do carvão vegetal para o sistema de monocultivo, sistema Taungya e integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) aos sete anos. Foram coletadas informações levantadas pelos autores, artigos cientí...

  2. ECOTURISMO, GESTÃO PARTICIPATIVA E DILEMAS LOCAIS: UMA ANÁLISE NA APA DO PURAQUEQUARA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fagno Oliveira

    2011-05-01

    Full Text Available Este artigo apresenta uma análise do contexto da gestão participativa de comunidades locais em uma área de uso sustentável prescrita no Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC, 2000, no ato de criação, implementação e gestão dessas áreas. A pesquisa foi desenvolvida na cidade de Manaus, estado do Amazonas, em três comunidades ribeirinhas localizadas em uma Área de Proteção Ambiental em processo de implementação. A metodologia utilizada consistiu em revisão bibliográfica e utilização da técnica de observação direta intensiva. As comunidades avaliadas foram: Igarapé da Floresta, Santa Luzia e São Francisco do Mainã localizadas no rio Puraquequara. Foram entrevistadas 62 pessoas, realizando levantamento sobre “unidades de conservação, turismo, problemas locais e atuação do governo”. Os resultados obtidos apontam a necessidade de atuação do governo municipal e estadual, na execução de estratégias e planos para o conhecimento sobre áreas protegidas, conservação ambiental e participação local.

  3. CRESCIMENTO DE ESPÉCIES NATIVAS DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL/OMBRÓFILA MISTA DO RIO GRANDE DO SUL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Peter Spathelf

    2001-05-01

    Full Text Available Com uma abordagem retrospectiva, foi estudado o crescimento da caúna-da-serra (Ilex brevicuspis Reissek., cocão (Erythroxilum deciduum, tarumã-de-espinho (Cytharexylum montevidense Sprenger e capororoca (Rapanea ferruginea (Ruiz & Pavon Mez, nativas da Floresta Estacional Decidual/Floresta Ombrófila Mista de Santa Maria - RS. Foi feita a análise de tronco e a medição de anéis anuais de cada espécie estudada. Com esses dados foi avaliada a tendência de crescimento em volume comercial, o incremento do volume comercial em porcentagem e o fator de forma comercial em função do diâmetro à altura de 1,3 m (DAP. Para o ajuste dos dados obtidos, foram testados cinco modelos diferentes. Revelou-se que, com todas espécies, um polinômio de segundo grau mostrou o melhor ajuste no caso do volume comercial e do fator de forma comercial. O incremento em volume comercial anual percentual foi melhor ajustado por um modelo exponencial, também para cada espécie analisada. Observou-se uma acumulação significativamente diferente do volume sobre o diâmetro das espécies. O tarumã e o cocão mostram uma acumulação rápida em volume, enquanto que a caúna e a capororoca crescem menos rapidamente. Isso é correlacionado com os fatores de forma, nos troncos mais cilíndricos, no caso do tarumã e do cocão. O incremento em volume comercial anual percentual varia entre a faixa de mais de 100% no início do processo de crescimento e abaixo de 10% no final do crescimento estudado.

  4. Composição florística da floresta estacional decídua montana de Serra das Almas, CE, Brasil

    OpenAIRE

    Lima,Jacira Rabelo; Sampaio,Everardo Valadares de Sá Barretto; Rodal,Maria Jesus Nogueira; Araújo,Francisca Soares

    2009-01-01

    No domínio semi-árido brasileiro, a flora das bacias sedimentares ainda é pouco conhecida, mas os levantamentos já existentes indicam que há grande heterogeneidade florística e fisionômica. Mesmo áreas geográficas próximas podem apresentar dissimilaridade florística. Visando testar esta hipótese, a composição florística e o espectro biológico da floresta estacional decídua de Serra das Almas, estado do Ceará, foram analisados e comparados com os de 14 áreas sedimentares no Nordeste. Foram enc...

  5. Estrutura de um fragmento de Floresta Atlântica em regeneração com ocorrência de Caesalpinia echinata Lam. (pau-brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane Baldan Zani

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n4p75   Este trabalho teve por objetivo analisar a estrutura fitossociológica de um fragmento remanescente de Floresta Atlântica em regeneração no município de Aracruz-ES em uma floresta de tabuleiro com ocorrência natural de Caesalpinia echinata Lam. Foram instaladas 10 unidades amostrais (parcelas de 10 x 50m sendo amostrados todos os indivíduos com DAP≥5cm e <10cm. Ao todo foram amostrados 500 indivíduos distribuídos em 181 espécies. As famílias com maior riqueza foram Leguminosae (35, Sapotaceae (18 e Myrtaceae (14. As espécies mais importantes foram Caesalpinia echinata Lam., Eugenia tinguyensis Cambess. e Pterocarpus rohrii Vahl. O índice de Shannon (H’ foi de 4,89 e a equabilidade (J’ foi de 0,94. Essa área é um dos últimos fragmentos remanescentes com pau-brasil nativo do estado do Espírito Santo e a população dessa espécie encontra-se bem preservada no local, ocorrendo com grande frequência, enfatizando a importância da preservação de pequenos fragmentos florestais para conservação da biodiversidade.

  6. GPR para a verificação do nível d'água subterrânea em transição floresta amazônica e cerrado Ground Penetratin Radar (GPR water level monitoring study of a mature transitional tropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Helena Marcelino

    2005-09-01

    Full Text Available Um estudo do monitoramento do nível de água foi realizado com medidas diretas e com Radar de Penetração no Solo (GPR em uma floresta tropical de transição para o cerrado. Três poços de monitoramento do nível de água foram instalados durante 2001/2002 em três locais diferentes: o primeiro em uma área de floresta permanente, outro em área de floresta manejada e outra em uma área de pasto. Os perfis de GPR mostram que o nível do topo do lençol freático aparece como um refletor horizontal forte em março e em agosto de 2002, e como um refletor fraco durante medidas em maio e outubro de 2001 com descontinuidades devido a diversas lentes de solo laterítico no solo. O topo do lençol de água é facilmente confundido com a presença de tais lentes. A umidade do solo teve uma influência nestes sinais da reflexão, mudando a constante dielétrica do solo. A profundidade do topo do lençol da água variou 1,8 m sob a floresta permanente, 0,9 m sob a floresta manejada e 3,7 m sob o pasto.A Ground Penetratin Radar (GPR water level monitoring study of a mature transitional tropical forest is presented. Three water tables monitoring wells were installed during 2001/2002 at three different sites: under permanent forest, under managed forest and pasture. The GPR profiles show that the water table appears as a strong horizontal reflector in March and August, 2002,and as a weak, discontinuous reflector during measurements in May and October 2001. Due to several laterite lenses in the soil, the water table can easily be mistaken in place of such lenses. Soil moisture had an influence on these reflection signals, changing the dielectric constant of soil. The depth of the water table varied 1.8 m under permanent forest, 0.9 m under management forest and 3.7 m under pasture.

  7. Composição florística e estrutura comunitária da floresta de galeria do córrego da Paciência, Cuiabá, (MT Floristic composition and community structure of a gallery forest along the Córrego da Paciência, Cuiabá, Mato Grosso, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ary Teixeira de Oliveira-Filho

    1989-07-01

    Full Text Available A floresta de galeria de um dos braços do córrego da Paciência, no sopé da chapada dos Guimarães, Mato Grosso (15º 21'S. 55º 49' W, foi inventariada por meio de 67 parcelas de 30m² (0,201 ha, sendo amosdos os indivíduos com circunferência ao nível do solo > 9cm em três setores da floresta; Nascentes, Vereda e Cachoeira. Foram calculados os parâmetros fitossociológicos das espécies e das famílias botânicas para toda a área amostral e para cada um dos três setores da floresta. Foram obtidas medidas de dissimilaridade florística e estrutural entre os três setores amostrais e medidas de dissimilaridade florística entre a floresta do presente estudo e cinco outras florestas riparias do Distrito Federal e dos estados de São Paulo e Mato Grosso. As seis florestas apresentaram entre si índices muito altos de dissimilaridade florística, embora algumas delas apresentassem espécies em comum entre as mais abundantes. Os três setores amostrais mostraram igualmente uma considerável dessemelhança florística e estrutural entre si. O clima, os solos e a geomcrfologia das bacias hidrográficas são evocados como responsáveis pelas diferenças interregionais entre as florestas riparias. Já as dessemelhanças intrarregionais podem ser atribuídas à fertilidade dos solos e, sobretudo, ao regime de água nos solos e nos próprios rios, os quais, por sua vez, variam com a topografia local. Os padrões de distribuição espacial marcadamente diferentes que podem ser observados para várias espécies de árvores podem ser atribuídos à elevada heterogeneidade ambiental, peculiar às florestas de galeria.The gallery forest which occurs along one of the branches of the Córrego da Paciência, southern Mato Grosso, Brazil (15º 21'S, 55º 49'W, was surveyed by 67 plots of 30m² each (0.201 ha. Individuals > 9cm in circumference at ground level were recorded. Three sites of the forest were sampled: Nascentes, Vereda and Cachoeira

  8. Uso do produto MOD13Q1 do sensor Modis para análise temporal e mapeamento das florestas nas Serras do Sudeste e Campanha Meridional do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Caroline Paim Benedetti

    2013-06-01

    Full Text Available Imagens NDVI (Índice de Vegetação por Diferença Normalizada do sensor Modis foram utilizadas para mapear as classes de uso e cobertura da terra nas Serras do Sudeste e Campanha Meridional do Rio Grande do Sul. A metodologia compreendeu a elaboração de um banco de dados espaciais e a aplicação de técnicas de processamento digital (contraste linear, classificação digital e operações aritméticas sobre imagens dos satélites Landsat e Terra de diversas datas. Os resultados indicaram que a cobertura florestal passou de 8,6% para 11,6% e 14,3% da área total da microrregião Serras do Sudeste, entre os anos 2000, 2004 e 2008. Na Campanha Meridional, a expansão da cobertura florestal passou de 11,1% para 11,2% e 11,5% da área total no mesmo período. Conclui-se que imagens MOD13Q1, de baixa resolução espacial (250 m, podem ser usadas em grandes áreas para mapear florestas e os demais temas adequadamente.

  9. Spatial and multi-temporal analysis of deforestation and quantification of the remnant forests on Porto Rico Island, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Batista Campos

    1999-01-01

    Full Text Available The process of land occupation by the state of Paraná practically decimated its forests. Presently, only 7% from a total area of 83.41% is covered by forests. Most of them are now concentrated in the "Serra do Mar" and in the Iguaçu National Park. With regard to forest cover the most critical region is situated in the northwestern of the state with less than 1% of its area covered by forest. This restricted area mainly consists of conservation units and the islands of the high Paraná River floodplain. The present study consists of a spatial and multi-temporal analysis of deforestation and the quantification of the remnant forests on Porto Rico island (22º45'S; 53º15'W, which have their occupation history linked to the colonization process of the region. Historical aerial photographs of this region were used and the relationship of deforestation with the process of colonization and social transformation of the region is discussed.O processo de ocupação das terras do Paraná praticamente dizimou as florestas do Estado, que originalmente possuía 83,41% de sua área total coberta com florestas. Atualmente remanescem aproximadamente 7% da área com florestas, concentradas na Serra do Mar e no Parque Nacional do Iguaçu. Na região noroeste, a situação é mais crítica, com menos de 1% de sua área coberta por florestas, concentradas, principalmente, em unidades de conservação e nas ilhas da planície de inundação do alto rio Paraná. Esta planície é formada por uma ampla calha aluvial, com inúmeros canais, lagoas e ilhas, que têm sua história de ocupação ligadas ao processo de colonização na região. Neste trabalho, é realizada uma análise espacial e multi-temporal dos desflorestamentos e uma quantificação das florestas remanescentes da ilha Porto Rico (22º45'S; 53º15'W, por meio de fotografias aéreas históricas da região e discutidas as relações destes desflorestamentos com os processo de colonização e transforma

  10. Ainda a Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario B. Aragão

    1989-04-01

    Full Text Available No momento há grande preocupação com tentativas de internacionalizar a Amazônia. Entretanto, um exame rápido da história da região mostra que a reação, provocada por tentativas semelhantes, sempre deu resultados benéficos. O problema mais sério que o desmatamento da Amazônia provocará, é a mudança no total e, possivelmente, no regime das chuvas, tanto na região como nas áreas vizinhas. Os 6,5 trilhões de metros cúbicos de água que são evaporados, anualmente, pela floresta, em sua quase totalidade deixarão de entrar na circulação atmosférica. Essa quantidade de vapor d'água é que fornece 50% da chuva que cai na bacia. A questão do "pulmão do mundo" já foi suficientemente explicada, pois, uma floresta em estado "climax" não pode ter saldo de oxigênio. Além disso, o grande lançador de gás carbônico na atmosfera é o consumismo dos países ricos. Entretanto, resultados recentes parecem mostrar que esse gás carbônico não está provocando efeito estufa e aumentando a tempertura da terra. A experiência internacional e também a nacional têm mostrado que a melhor maneira de proteger uma floresta é dar a ela uma utilidade, logicamente, do ponto de vista do homem. A melhor proposta surgida até hoje foi a da criação das florestas regionais de rendimento, onde empresas madeireiras receberiam concessão para explorá-las, sem se tornarem proprietárias nem da terra nem da vegetação. Não é de hoje a vinculação entre floresta amazônica e dívida externa. Desde os projetos pecuários até os grandes empreendimentos industriais e de mineração, todos têm sido incentivados na ilusão de obter divisas para o pagamento da dívida externa. O problema das represas precisa ser repensado; está sendo inutilizada muita terra para a produção de pouca energia que, além do mais, pouco beneficiará a população brasileira. Os garimpos, tradicionalmente, têm sustentado o contrabando, principalmente de ouro e as

  11. Detection of beetle damage in forests by X-ray CT image processing Detecção de danos causados por besouro em florestas com processamento de imagens de tomografia computadorizada de raios X

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Estevão Cruvinel

    2003-10-01

    Full Text Available Some beetle species can have devastating economic impacts on forest and nursery industries. A recent example is Anophophora glabripennis, a species of beetle known in the United States as the ''Asian Longhorrned beetle'', which has damaged many American forests, and is a threat which can unintentionally reach south American countries, including Brazil. This work presents a new method based on X-ray computerized tomography (CT and image processing for beetle injury detection in forests. Its results show a set of images with correct identification of the location of beetles in living trees as well as damage evaluation with time.Algumas espécies de besouros têm elevado impacto econômico em florestas e indústrias de móveis. Exemplo recente é aquele produzido pelo besouro Anophophora glabripennis, uma espécie conhecida nos Estados Unidos como Asian Longhorn, que tem produzido danos significativos em várias florestas americanas, representando uma ameaça que poderá encontrar transporte não-intencional para países da América do Sul, inclusive para o Brasil. Neste trabalho é apresentado um novo método com base no uso de tomografia de raios X computadorizada (CT e processamento de imagens digitais para detecção de injúrias causadas por besouros em florestas. Os resultados mostram a correta identificação da localização de besouros em árvores vivas, como também fornecem uma avaliação do estrago temporal causado.

  12. Estrutura de uma Floresta Tropical com Caesalpinia echinata Lam. (Pau Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valderes Bento Sarnaglia Junior

    2014-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo analisar a estrutura da vegetação do componente arbóreo em um remanescente de Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas com populações naturais de Caesalpinia echinata Lam. (pau-brasil no município de Aracruz (ES. Foram instaladas 10 parcelas de 10 x 50 m, de modo sistemático, totalizando 0,5 ha de área amostral. Todos os indivíduos com DAP (Diâmetro à Altura do Peito  ≥10 cm foram amostrados. Amostraram-se 259 indivíduos distribuídos em 119 espécies. As famílias com maior riqueza de espécies foram Leguminosae (22, Sapotaceae (9 e Myrtaceae (9. As espécies com os mais altos valores de importância foram Eriotheca macrophylla (K. Schum. A. Robyns, Caesalpinia echinata Lam. e Astrocaryum aculeatissimum (Schott Burret. O índice de Shannon (H’ foi de 4,51 e a equabilidade (J’ foi de 0,94.  O fragmento apresenta sinais de perturbações antrópicas, porém os altos valores de diversidade e riqueza mostram a importância da conservação, assim como para a preservação de C. echinata.

  13. Taxa de corte sustentável para manejo das florestas tropicais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evaldo Muñoz Braz

    2012-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050985086Existe uma grande lacuna dos planos de manejo de florestas tropicais com relação à intensidade de extração e às taxas de corte, usualmente sendo definidas de forma arbitrária. Este trabalho visa definir intensidades de corte diferenciadas para grupos de espécies arbóreas comerciais, com diferentes ritmos de crescimento, por unidade de produção, no estado do Amazonas. Utilizou-se o incremento periódico anual percentual em volume, de 26 espécies arbóreas, obtido de parcelas permanentes. O incremento periódico anual, percentual em volume, para efeito diferenciador, considerou 1% como diferença limite. Foram identificadas três intensidades de corte, para as classes comerciais: 24,4% (grupo I, 35,4% (grupo II e 42,4% (grupo III. Considerando a exploração total sustentável por hectare, para as 26 espécies, seria de 11,5 m³ha-1 com intensidade de corte de 37%. O procedimento de cálculo é simples e pode ser utilizado pelos órgãos fiscalizadores, certificadores ou legisladores como balizador do ciclo de corte e taxa de corte.

  14. Análise do uso da terra na microbacia do Arroio do Meio - Santa Maria - RS, por Sistema de Informações Geográficas e imagem de satélite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Piroli Edson Luís

    2002-01-01

    Full Text Available O objetivo desse trabalho foi verificar a viabilidade do uso de um Sistema de Informações Geográficas (SIG e a imagem de satélite para a análise do uso atual da terra e localização de áreas onde possam estar ocorrendo conflitos entre capacidade e uso do solo, na microbacia hidrográfica do Arroio do Meio. Foram utilizadas técnicas de geoprocessamento, como álgebra entre mapas, consulta ao banco de dados e reclassificação de imagens. Uma microbacia foi escolhida como objeto deste estudo, por ser considerada por muitos autores como sendo uma das melhores unidades para o planejamento e desenvolvimento sócioeconômico dos habitantes do meio rural. Na microbacia estudada, foram encontrados 555ha cobertos com florestas, compreendendo 24% da área total. As lavouras com área de 1.314ha ocupam a maior parte da microbacia (56%. Os campos de pastagens cobrem 184ha, ou seja, 8% da área total. As áreas alagadas representam 11% da área da microbacia, tendo respectivamente 265ha. Foram detectados ainda, 31ha sombreados (1% onde não se determinou com exatidão o uso da terra. Nas áreas com declividade superior a 47%, foram detectados 32ha sem cobertura de florestas, perfazendo 1,4% da área da microbacia. Em declives superiores a 30%, existem 71ha (3% sendo usados para a agricultura. A área ocupada com Chernossolos e Neossolos Litólicos, unidade de mapeamento Ciríaco-Charrua em declividade maior que 30% sem cobertura florestal é de 14ha (0,6%. De acordo com a declividade e o solo, as áreas de conflito alcançam 5% da área total, o que demonstra que, na maior parte da microbacia, a terra está sendo usada de acordo com sua capacidade.

  15. Suficiência amostral para coletas de serapilheira acumulada sobre o solo em Pinus elliottii Engelm, Eucalyptus sp. E floresta estacional decidual Adequate sampling for collection of litter accumulated on the soil in Pinus elliottii engelm, Eucalyptus sp. And seasonal deciduous forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabel Sandra Kleinpaul

    2005-12-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou determinar a suficiência amostral para coletas de serapilheira acumulada sobre o solo em povoamentos de Pinus elliottii, Eucalyptus sp., ambos plantados no Campus da Universidade Federal de Santa Maria e em uma área de Floresta Estacional Decidual (FED localizada no Morro do Elefante, Santa Maria, RS. Para a realização do estudo, foram coletadas 100 amostras de serapilheira por floresta, com o auxílio de uma moldura quadrada de 25 cm de lado, totalizando 300 amostras, as quais foram separadas nas seguintes frações: acículas ou folhas, galhos, estruturas reprodutivas, cascas e resíduos. Com base nos pesos de matéria seca de cada fração, realizou-se a análise estatística dos dados, visando à estabilização dos valores do coeficiente de variação (CV%. Para Pinus elliottii, a maior contribuição na formação da serapilheira foi dada pelas acículas, com 57,2%; em Eucalyptus sp., isso ocorreu com os galhos (38,8% e na FED, novamente com as folhas, que representaram 49,6% da serapilheira. No Pinus elliottii, o maior CV% se deu nos resíduos, seguido de estruturas reprodutivas. Em Eucalyptus sp., o maior CV% foi encontrado em cascas, seguido de galhos. Na FED, as cascas tiveram o maior CV%. A suficiência amostral necessária para Pinus elliottii foi de 40, sendo esse o povoamento que necessitou de menos amostras para estabilizar o CV%. Em Eucalyptus sp., a suficiência amostral foi de 70, enquanto na FED foram necessárias 80 amostras.This study determined the sample sufficiency for the collection of litter accumulated on the soil, in Pinus elliottii and Eucalyptus sp. stands, planted in the Campus of the Federal University of Santa Maria and a Seasonal Deciduous Forest, located at the "Morro do Elefante", Santa Maria - RS. To carry out this study, 100 samples were collected per site, using a square frame (25 cm², totaling 300 samples. The samples were separated in the following fractions: needles or

  16. Environmental impacts caused by the shrimp industry at city of de Nísia Floresta (RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Dumaresq de Oliveira

    2008-09-01

    Full Text Available In this work, the aim is to demonstrate the growth of the shrimp breeding (Carcinicultura in Rio Grande do Norte, Brazil, as well as studying the environmental impacts generated by the activity in the mangrove ecosystem. Therefore, the importance of such environment will be showed, considering that the activity depends on that environment to subsist. Thus, environmental impacts are generated by the activity in the mangrove ecosystem. In this article, the deforestation generated in the Environmental Conservation Areas (APA, in Portuguese of mangroves and riparian forest used for constructing tanks for shrimp breeding in Nísia Floresta, Rio Grande do Norte will be analyzed. There is, also, the aim of communicating the existence of the Recovery Plan for the Permanent Preservation Area (PRAPP, in Portuguese, elaborated by Idema (Institute of economic development and environment, the governmental agency responsible for controlling the Environment.

  17. Avaliação de bactérias extremófilas facultativas na produção de fitomassa do híbrido "urograndis" de eucalipto, a partir de sementes Evaluation of facultative extremophile bacteria in the phytomass production of the hybrid "urograndis" of eucalyptus from seeds

    OpenAIRE

    Eder Marques; Carlos Hidemi Uesugi

    2013-01-01

    Atualmente, a árvore mais plantada no Brasil é o Eucalyptus spp., ocupando 81,6% das florestas plantadas. Sua produtividade em 2009 foi de 44,2 m3 de eucalipto com casca/ha, gerando aproximadamente 46.850 empregos diretos. Estudos de bactérias benéficas, como as Rizobactérias Promotoras de Crescimento de Plantas (RPCPs), vêm sendo desenvolvidos há mais de um século. Este trabalho objetivou avaliar estirpes de bactérias extremófilas facultativas que possuam potencial na promoção de crescimento...

  18. Herpetofauna em um fragmento de Floresta Atlântica no Estado da Paraíba, Região Nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Gindomar Gomes Santana; Washington L. S. Vieira; Gentil A. Pereira-Filho; Fagner R. Delfim; Yuri C. Lima; Kleber S. Vieira

    2008-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p75A herpetofauna de um fragmento urbano de Floresta Atlântica foi estudada quanto à riqueza de espéciese à utilização do habitat. A coleta de espécimes  foi realizada através de procura visual limitada por tempo e armadilhas de interceptação e queda. Foram registradas quatorze espécies de anfíbios anuros pertencentes às famílias Bufonidae, Brachycephalidae, Hylidae, Leptodactylidae, Leiuperidae, Microhylidae e Ranidae. Os répteis foram representad...

  19. The neotropical species of Xanthopimpla Saussure (Hymenoptera: Ichneumonidae: Pimplinae).

    Science.gov (United States)

    Gómez, Isrrael C; Sääksjärvi, Ilari E; Broad, Gavin R; Puhakka, Liisa; Castillo, Carol; Peña, Carlos; Pádua, Diego G

    2014-03-04

    Xanthopimpla Saussure, 1892 is one of the largest and best studied genera of the family Ichneumonidae. It is most species rich in the Oriental and Afrotropical regions with only a few species occurring in Central and South America. The present study reviews the Neotropical species of the genus including descriptions of four new species from Amazonia and Northeast South America. We define a new species group: the amazonica species-group, to accommodate the following five species: X. amazonica Gómez, Sääksjärvi & Veijalainen, X. guianensis Gómez & Sääksjärvi sp. n., X. jussilai Veijalainen, Sääksjärvi & Broad, X. pucallpensis Gómez & Sääksjärvi sp. n. and X. vidali Gómez sp. n. The aurita species-group, which had hitherto been regarded as the only species-group in the Neotropical region, is currently represented by five species: X. allpahuaya Gómez & Sääksjärvi sp. n., X. aurita Krieger, X. craspedoptera Krieger, X. rhabdomera Townes and X. spiloptera Krieger. The Andean species X. peruana Krieger is established as an unplaced species outside of the amazonica and aurita species-groups. A key to Neotropical species-groups and species of Xanthopimpla is provided. Xanthopimpla aurita is recorded for the first time from Ecuador and Colombia and its extensive distribution is discussed. Xanthopimpla amazonica, X. craspedoptera and X. jussilai are recorded for the first time from Brazil; X. amazonica is recorded for the first time from French Guiana; X. spiloptera is recorded for the first time from French Guiana and Peru, and X. rhabdomera is recorded for the first time from Peru. 

  20. Impactos potenciais na avifauna decorrentes das alterações propostas para o Código Florestal Brasileiro

    OpenAIRE

    Develey, Pedro Ferreira; Pongiluppi, Tatiana

    2010-01-01

    As mudanças propostas no atual Código Florestal Brasileiro poderão levar a um aumento de desmatamentos e consequente diminuição de cobertura vegetal nativa (florestas, campos e banhados) que impactarão diretamente muitas espécies de aves. No Brasil, 17 espécies de aves globalmente ameaçadas são dependentes de florestas próximas a corpos d'água, sendo que oito destas só ocorrem em território brasileiro. Considerando os requisitos ecológicos dessas espécies, é possível prever que uma diminuição...

  1. Composição florística da vegetação arbórea de um trecho de floresta estacional semidecídua em Viçosa, Minas Gerais, e espécies de maior ocorrência na região Floristic composition of trees in a seasonal semidecious forest in Viçosa, Minas Gerais, and species of greater ocurrence in the region

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walnir Gomes Ferreira Júnior

    2007-12-01

    Full Text Available É grande a demanda por estudos ecológicos em florestas que possam embasar trabalhos de recuperação, conservação da biodiversidade e apoio à legislação ambiental. Entre esses estudos, primordialmente está o levantamento da flora. Nesse sentido, este trabalho teve como objetivo determinar a composição florística de um trecho da Reserva da Biologia, em Viçosa, MG, em regeneração natural há 80 anos, bem como realizar uma análise comparativa com outros trabalhos conduzidos na região, fornecendo, assim, informações que poderão embasar estudos sobre recuperação e conservação da biodiversidade dos fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual. Os dados florísticos foram obtidos mediante a amostragem fitossociológica em 1 ha, pelo método de parcelas contíguas, em que todos os indivíduos arbóreos com circunferência de tronco >15 cm a 1,30 m do solo foram amostrados. Registraram-se 130 espécies, distribuídas em 94 gêneros, pertencentes a 38 famílias botânicas. A análise desses dados conjuntamente com de outros levantamentos realizados em trechos distintos da Reserva da Biologia, no campus da UFV, denota a marcante influência de variáveis ambientais locais (topografia, declividade, face de exposição solar e disponibilidade hídrica na distribuição da riqueza florística desse fragmento. Casearia decandra, Guapira opposita, Apuleia leiocarpa, Dalbergia nigra, Jacaranda macratha, Matayba elaeagnoides, Piptadenia gonoacantha, Bathysa nicholsonii, Carpotroche brasiliensis, Luehea grandiflora, Mabea fistulifera, Ocotea odorifera, Sorocea bonplandii e Zanthoxylum rhoifolium foram as espécies de maior ocorrência nos fragmentos estudados na região de Viçosa e adjacências, apresentando potencial para uso na recuperação florestal de áreas degradadas.There is a great demand for ecological studies on forests focusing on biodiversity conservation and establishment of environmental laws. The major need, however, is

  2. Influência da herbivoria de formigas cortadeiras no sucesso reprodutivo de espécies arbustivo-arbóreas da Floresta Atlântica Nordestina

    OpenAIRE

    Santos Barbosa, Veralucia

    2009-01-01

    Consumindo principalmente folhas, as formigas cortadeiras (LCA) são os herbívoros dominantes de florestas Neotropicais. A herbivoria foliar induz as plantas a alocarem os produtos fotossintéticos para compensar as perdas de tecidos vegetativos, o que gera um desequilíbrio entre as demandas reprodutivas e vegetativas em plantas adultas, e reduz a sobrevivência e o crescimento de plântulas. Este trabalho avaliou a influência da herbivoria por LCA: (1) no sucesso reprodutivo de se...

  3. ESTUDO DA REGENERAÇÃO NATURAL, BANCO DE SEMENTES E CHUVA DE SEMENTES NA RESERVA GENÉTICA FLORESTAL DE CAÇADOR, SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    1996-12-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na Reserva Genética Florestal de Caçador, no Estado de Santa Catarina no período de agosto de 1995 a janeiro de 1996. Para o estudo da regeneração natural foram instaladas 10 parcelas de 250 m² (10m x 25m. No interior das mesmas foram coletados a camada de solo juntamente com a serapilheira em até 3cm de profundidade em 40 pontos amostrais de 0,5m x 0,5m para a análise do banco de sementes no solo, e instalados 20 coletores com área de 0,5 m x 0,5 m para a avaliação da chuva de sementes. Os resultados mostram que apesar da Araucaria angustifolia ser a espécie dominante no estrato superior da floresta não apresenta indivíduos na regeneração natural e a Mimosa scabrella foi a espécie arbórea mais importante presente no banco de sementes no solo. As relações entre os três parâmetros avaliados evidenciam uma distribuição irregular das espécies na área de estudo.

  4. DETERMINAÇÃO DOS PREÇOS DA MADEIRA EM PÉ PARA AS ÁREAS DE FLORESTAS PÚBLICAS DA REGIÃO DO BAIXO AMAZONAS, NO ESTADO DO PARÁ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Cordeiro de Santana

    2014-08-01

    Full Text Available Normal.dotm 0 0 1 160 912 UFRA 7 1 1120 12.0 0 false 18 pt 18 pt 0 0 false false false /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-ascii-font-family:Cambria; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Cambria; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi;} O artigo propõe uma metodologia fundamentada teoricamente para estimar os preços da madeira em pé (PMP, de modo a refletir o custo de oportunidade dos planos de manejo florestal em áreas de florestas públicas do Baixo Amazonas, estado do Pará. Diferentemente das iniciativas anteriores para estimar o PMP, definiu-se o preço a partir do mercado local de madeira em tora, que além de ser o único nível de mercado para o produto funciona sob concorrência perfeita. Em função disso, os preços refletem o valor econômico das espécies florestais comercializadas. Qualquer outra forma de estimação deste preço que não leve em conta essa condição teórica, enviesa a mensuração do valor econômico da floresta. A média do preço da madeira em pé foi de R$ 37,8/m3. Os preços médios por categoria foram: R$ 18,11/m3 para a categoria C4 (madeira branca, R$ 32,68/m3 para a categoria C3 (madeira vermelha, R$ 54,93/m3 para a C2 (madeira nobre e R$ 87,60/m3 para a categoria C1 (madeira especial. A partir desses preços, foi determinado o valor dos contratos para a concessão florestal na região do Baixo Amazonas.

  5. Influências de Atta spp. (Hymenoptera: Formicidae na recuperação da vegetação pós-fogo em floresta de transição amazônica Influences of leafcutter ant Atta spp. (Hymenoptera: Formicidae on vegetation recovery after fire in Amazonian transitional forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karine Santana Carvalho

    2012-03-01

    Full Text Available Este estudo investigou o papel das saúvas na recuperação da vegetação pós-fogo. Foi hipotetizado que a perturbação do fogo aumenta a abundância de ninhos de saúva (1 e as atividades de remoção de sementes (2 e desfolha (3, especialmente no ambiente de borda. Os ninhos de saúva foram inventariados e mapeados e após 17 meses, checados para o registro de sua atividade e de novas colônias emergindo na área. Realizou-se experimentos comparativos de remoção de sementes e desfolha de plântulas em duas parcelas de 50 ha, uma submetida a fogo anual (tratamento e outra sem fogo (controle. A abundância de ninhos de saúva foi maior na parcela tratamento que na parcela controle, especialmente na borda da floresta. As espécies encontradas foram: Atta cephalotes, A. laevigata e A. sexdens , sendo esta última a espécie mais abundante e que mostrou aumento em número de colônias ativas após 17 meses. O aumento na abundância de ninhos na parcela tratamento foi acompanhado por um aumento na atividade dessas formigas. Enquanto mais de duas folhas foram arrancadas por plântula nessa parcela, menos de uma foi registrada na parcela controle. Também a abundância média de galhos desfolhados e de sementes removidas por saúvas foi maior na parcela tratamento que na parcela controle. As saúvas tanto podem diminuir ou retardar o processo de regeneração florestal pós-fogo, quanto acelerá-lo, devido à elevada predação seletiva que favorece as espécies menos palatáveis. Desta forma, suas atividades podem modificador apenas a composição da vegetação recuperando-se do fogo.In this study we investigated the role of leaf-cutting ants in the post-fire vegetation recovery. We hypothesized that a forest plot submitted to annual fire presents: (1 higher abundance of leaf-cutting ant nests; (2 higher removal of seeds; and (3 higher herbivory rates of leaf-cutting ants, when compared to the forest plots without fire (control. The leaf

  6. Registro recente de harpia, Harpia harpyja (Linnaeus (Aves, Accipitridae, na Mata Atlântica da Reserva Natural Vale do Rio Doce, Linhares, Espírito Santo e implicações para a conservação regional da espécie Recent record of harpy eagle, Harpia harpyja (Linnaeus (Aves, Accipitridae, in Atlantic forest of Vale do Rio Doce Natural Reserve, Linhares, Espírito Santo, Brazil and implications for the regional conservation of the species

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana C. Srbek-Araujo

    2006-12-01

    Full Text Available A presente comunicação reporta o registro de um macho adulto de harpia, Harpia harpyja (Linnaeus, 1758, na Reserva Natural da Vale do Rio Doce (RNVRD, região norte do Espírito Santo, em agosto de 2005. A análise deste e de registros históricos da espécie nesta reserva indica a presença de uma população residente na região compreendida pela RNVRD e pela Reserva Biológica de Sooretama. Estas duas reservas, contíguas entre si, compreendem cerca de 46250 ha de Floresta Atlântica de baixada (Mata de Tabuleiro, na sua maior parte bem conservada. Além da grande extensão de floresta, a rica e densa fauna de mamíferos presente nestas reservas contribuem para a permanência das harpias na região.The present communication reports an observation occurred in August 2005 of the harpy eagle, Harpia harpyja (Linnaeus, 1758, in the Vale do Rio Doce Natural Reserve (VRDNR, located in northern Espírito Santo state, southeastern Brazil. The analysis of this and past records of the species in this reserve indicates the presence of a resident population in the region encompassed by the VRDNR and the Sooretama Biological Reserve. These two reserves total circa 46,250 ha of lowland Atlantic forest (Tabuleiros forest, which are mostly well preserved. Besides the great extension of forests, the rich and abundant mammal fauna present in these two reserves contribute to the regional permanence of the harpy eagle.

  7. CARACTERIZAÇÃO DOS VIVEIROS PRODUTORES DE MUDAS DE ESSÊNCIAS FLORESTAIS DE MARABÁ E REGIÃO

    OpenAIRE

    Silva, Maria Helena Vieira da; Hentz, Andréa de Mello; Michelotti, Fernando

    2013-01-01

    RESUMO: A fim de diminuir ou mesmo estancar a exploração degradante do meio biofísico e social vem surgindo novas propostas de produção para o contexto agrário, que utilizam o meio ambiente e são ao mesmo tempo economicamente viáveis e ecologicamente sustentáveis. Como exemplo, tem-se os Sistemas Agroflorestais (SAFs), sistemas de produção agrícolas análogos a floresta, que fazem uso dos mesmos mecanismos de auto-regulação ocorrentes na floresta, capazes de minimizar os impactos causados pela...

  8. Composição florística e estrutura da comunidade de epífitas vasculares em uma área de ecótono em Campo Mourão, PR, Brasil

    OpenAIRE

    Geraldino,Henrique Cesar Lopes; Caxambú,Marcelo Galeazzi; Souza,Débora Cristina de

    2010-01-01

    O presente estudo foi realizado em uma área de ecótono de aproximadamente 30 hectares entre Floresta Estacional Semidecidual e Floresta Ombrófila Mista, localizada na Capela do Calvário, município de Campo Mourão, PR. Para a análise fitossociológica foram selecionados 80 forófitos. No levantamento total foram encontradas 61 espécies, 39 gêneros e 13 famílias de epífitas (10 de Pteridófitas e 51 de Magnoliófitas). As famílias mais ricas foram: Orchidaceae (38%), Bromeliaceae e Polypodiaceae (1...

  9. Frugivory and seed dispersal by the tegu lizard Tupinambis merianae Reptilia: Teiidae

    OpenAIRE

    Castro, Everaldo Rodrigo de; Galetti, Mauro

    2004-01-01

    Os lagartos teiús possuem uma dieta generalista, podendo agir como importantes dispersores de sementes em florestas semidecíduas do sudeste do Brasil. Foram estudadas a frugivoria e a dispersão de sementes de lagartos teiús usando animais em cativeiro, através da oferta de frutos de uma floresta semidecídua. Frutos de trinta espécies vegetais foram oferecidos aos lagartos em cativeiro, com diâmetro variando de 0,81 a 10,0 cm. Não foram encontradas diferenças estatísticas na germinação entre a...

  10. Área de vida e padroes de deslocamento de Brachyteles arachnoides (E.Geoffroy, 1806) (Primates:Atelinae) em um fragmento florestal no Município de Castro, Estado do Paraná, Brasil

    OpenAIRE

    Pereira, Luiz Cezar Machado

    2013-01-01

    O presente estudo foi realizado na Fazenda Lagoa Alegre, Castro, Estado do Paraná, onde um grupo de Brachyteles arachnoides (E. Geoffroy, 1806), (mono-carvoeiro) composto por 24 indivíduos foi acompanhado entre janeiro de 2002 a outubro de 2005. O uso do habitat por Brachyteles arachnoides foi estudado numa área fragmentada de 370 hectares de Floresta Ombrófila Densa ecótono com a Floresta Ombrófila Mista (área de tensão ecológica). Ao estudo da área de vida, também foi efetivado uma breve de...

  11. Frugivoria e dispersão de sementes pelo lagarto teiú Tupinambis merianae (Reptilia: Teiidae)

    OpenAIRE

    Castro,Everaldo Rodrigo de; Galetti,Mauro

    2004-01-01

    Os lagartos teiús possuem uma dieta generalista, podendo agir como importantes dispersores de sementes em florestas semidecíduas do sudeste do Brasil. Foram estudadas a frugivoria e a dispersão de sementes de lagartos teiús usando animais em cativeiro, através da oferta de frutos de uma floresta semidecídua. Frutos de trinta espécies vegetais foram oferecidos aos lagartos em cativeiro, com diâmetro variando de 0,81 a 10,0 cm. Não foram encontradas diferenças estatísticas na germinação entre a...

  12. Produção de serrapilheira em um fragmento de floresta ombrófila mista com sistema de faxinal / Production of litter in a fragment of the florets ombrofila mista with faxinal sistem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdemir Antoneli

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi estimar a produção de serrapilheira em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista associado ao Sistema de Faxinal no município de Prudentópolis-PR e a influência dos animais na exposição do solo. As coletas, foram realizadas por meio da instalação de 8 coletores de 1m², os quais foram monitorados mensalmente durante um ano (maio 2009 à abril de 2010. As amostras coletadas foram secadas e separadas em categorias (frações de folhas, galhos e miscelâneas (flores, frutos, sementes e pequenos pedaços de casca de árvores e inseto morto. Destaca-se, que o sistema de Faxinal é um sistema silvopastoril característico da Região Centro-Sul do Estado do Paraná, onde há consórcio entre criação extensiva de animais em áreas comunitárias, extração florestal dentro do criadouro comum. Há um fluxo contínuo de animais neste sistema, onde são criados soltos (sem restrições de propriedades. Concluí-se que alguns meses foram identificados como maiores produtores de serrapilheira como é o caso do mês de outubro. A produção média de serrapilheira foi 6,097 t/ha. Os animais influenciam de forma efetiva na exposição do solo em áreas de faxinal.

  13. OCCURRENCE AND CHARACTERIZATION OF INSECT GALLS IN THE FLORESTA NACIONAL DE SILVÂNIA, BRAZIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BÁRBARA ARAÚJO RIBEIRO BERGAMINI

    Full Text Available ABSTRACT In the present paper we investigated the insect gall distribution along savanna and forest sites in the Floresta Nacional de Silvânia, Goiás, Brazil. The insect gall fauna was surveyed bi-monthly between December 2009 and June 2010. In total we found 186 insect gall morphotypes, distributed on 35 botanical families and 61 plant species. Ninety-nine insect gall morphotypes were recorded in the forest and 87 in the savanna. Gall-inducing insects belonged to Coleoptera, Diptera, Hemiptera, Lepidoptera and Thysanoptera, with highlight to Cecidomyiidae (Diptera that induced 34.1% of the gall morphotypes. Parasitoids and/or inquilines were recorded in 38 morphotypes, mainly from the families Eulophidae, Eurytomidae and Torymidae (Hymenoptera. Fabaceae was the botanical family with the greatest richness of galls, followed by Asteraceae and Sapindaceae, being Protium (Burseraceae, Siparuna (Siparunaceae and Serjania (Sapindaceae the main host genera. This is the first systematic survey of insect galls realized in the Flona-Silvânia, which result in six plant species are recorded for the first time in Brazil as host of insect galls.

  14. Efeito do gradiente altitudinal/latitudinal sobre espécies de aves florestais da família Furnariidae na Bacia do Rio Tibagi, Paraná, Brasil Effect of altitudinal/latitudinal gradient about forest ovenbirds species (Aves: Furnariidae in the Tibagi river basin, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando de L. Fávaro

    2006-03-01

    Full Text Available Variações na riqueza e abundância de Furnariidae florestais foram analisadas ao longo do gradiente altitudinal/latitudinal da bacia do rio Tibagi (BRT, Paraná, Brasil. A Floresta Ombrófila Mista (1060 m a.n.m. é a formação dominante no sul da BRT, enquanto que a Floresta Estacional Semidecidual (298 m a.n.m., ocorre no norte. O número total de espécies obtidas na BRT foi 14. A riqueza e a abundância de Furnariidae foram maiores no sul (12 espécies, IPA = 2,01 do que no norte (cinco espécies, IPA = 0,45 da BRT. As similaridades também foram altas entre o sul e o centro da BRT. A estrutura da comunidade de Furnariidae também apresentou correlação positiva entre o sul e o centro da BRT (coeficiente de correlação por postos de Spearman; r s = 0,96, r s = 0,89, r s = 1,00. As relações evolutivas de alguns representantes de Furnariidae com o sul da América do Sul e com os Andes podem explicar a maior presença desta família no sul da BRT. Um outro aspecto que também pode ajudar a explicar os resultados apresentados por Furnariidae são as semelhanças entre a Floresta Ombrófila Mista do sul da BRT e outras florestas temperadas da América do Sul.Variations in richness and abundance of forest ovenbirds (Aves: Furnariidae were studied along an altitudinal/latitudinal gradient of the Tibagi river basin (TRB, southern Brazil. Mixed Temperate Rain Forest (1060 m a.s.l. is the dominant forest in the southern TRB while Seasonal Semideciduous Forest (298 m a.s.l. occurs in the northern. The total number of species obtained in the TRB was 14. Richness and Abundance of Furnariidae were greater in the southern (12 species, IPA = 2.01 than in the northern (five species, IPA = 0.45 TRB. Similarities were also greatest in the southern and in the middle TRB. The community structure of Furnariidae also presented a positive correlation between the southern and the middle TRB (Spearman's rank correlation coefficient; r s = 0.96, r s = 0.89, r s

  15. Modelagem da distribuição diamétrica de espécies florestais em um fragmento de floresta ombrófila mista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Enrique Orellana

    2014-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho das funções densidade de probabilidade (fdp Weibull 3 Parâmetros (3P e Beta ajustadas pelo método da Máxima Verossimilhança para descrever a distribuição diamétrica de espécies arbóreas de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista. A área de estudo faz parte da Floresta Nacional de Irati (FLONA, onde foram instaladas 25 parcelas permanentes (100 m x 100 m com área total amostrada de 25 ha e, para os ajustes, foram utilizados dados de todas as árvores com diâmetro à altura do peito (DAP superior ou igual a 10 cm. Os ajustes foram feitos para as 20 espécies com maior valor de importância (VI com dados agrupados em classes de 5 cm de DAP. A programação não linear (PNL foi utilizada com o objetivo de minimizar os desvios entre valores observados e estimados. Para avaliação dos ajustes, foram utilizados os testes de aderência de Kolmogorov-Smirnov e de Hollander-Proschan, além do Erro-Padrão de Estimativa (% e Índice de Reynolds. Os resultados indicaram que as funções Weibull 3P e Beta apresentaram resultados satisfatórios, que ambas poderiam ser recomendadas para avaliar a distribuição diamétrica das espécies consideradas e que o uso da PNL nem sempre melhorou os ajustes.

  16. Screening of plants found in the State of Amazonas, Brazil for activity against Aedes aegypti larvae Triagem de plantas encontradas no Estado do Amazonas para atividade larvicida contra Aedes aegypti

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adrian Martin Pohlit

    2004-01-01

    Full Text Available Ethanol, methanol and water extracts representing mostly native plant species found in the Amazon region were prepared, respectively, by maceration, continuous liquid-solid extraction and infusion, followed by evaporation and freeze-drying. The freeze-dried extracts were tested for lethality toward Aedes aegypti larvae at test concentrations of 500 mg / mL. In general, methanol extracts exhibited the greatest larvicidal activity. The following 7 methanol extracts of (the parts of the indicated plant species were the most active, resulting in 100% mortality in A. aegypti larvae: Tapura amazonica Poepp. (root, Piper aduncum L. (leaf and root, P. tuberculatum Jacq. (leaf, fruit and branch. and Simaba polyphylla (Cavalcante W.W. Thomas (branch.Extratos aquosos, etanólicos e metanólicos, representando principalmente espécies vegetais nativas encontradas na região Amazônica, foram preparados, respectivamente, por infusão, maceração e extração contínua líquido-sólido, seguida de evaporação e liofilização. Os extratos liofilizados foram testados para atividade contra larvas de Aedes aegypti, na concentração única de 500 mg / mL. Os extratos metanólicos foram, em geral, os que apresentaram maior atividade larvicida. Os seguintes 7 extratos metanólicos das (partes das espécies vegetais indicadas foram os mais ativos, provocando 100% de mortalidade em larvas de A. aegypti: Tapura amazonica Poepp. (raiz, Piper aduncum L. (folha e raiz, P. tuberculatum Jacq. (folha, fruto e galho e Simaba polyphylla (Cavalcante W.W. Thomas (galho.

  17. Efeito do sombreamento na anatomia foliar de plantas jovens de andiroba (Carapa guianensis Aubl.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dayse de Souza Aragão

    2014-08-01

    Full Text Available A capacidade de utilização da luz varia entre as espécies, e o sucesso de cada indivíduo depende de suas respostas morfoanatômicas. Este estudo avaliou a influência de diferentes intensidades luminosas sobre a anatomia foliar de mudas de Carapa guianensis Aubl. Folhas sadias do segundo e terceiro nós foram coletadas de plantas jovens desenvolvidas em quatro níveis de sombreamento: 30%, 50%, 70% e 0% (pleno sol, durante oito meses de experimento. Análises anatômicas foram feitas sob Microscopia Óptica (MO, a partir de lâminas temporárias e permanentes e sob Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV. A densidade estomática não apresentou diferenças significativas. As dimensões estomáticas e a espessura dos tecidos da lâmina foliar foram maiores com o aumento da intensidade luminosa. C. guianensis apresenta plasticidade anatômica, possibilitando a sobrevivência na floresta sob distintas condições luminosas.

  18. Produção de serrapilheira no Cerrado e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado do Centro-Oeste Brasileiro

    OpenAIRE

    Silva,Carlos José da; Sanches,Luciana; Bleich,Monica Elisa; Lobo,Francisco de Almeida; Nogueira,José de Souza

    2007-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo verificar a variação da produção de serrapilheira de diferentes biomas: Cerrado (com as fitofisionomias Cerrado sensu stricto e Cerradão) e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado, em clima tropical. Para a determinação da produção de serrapilheira foram utilizados coletores de tela em náilon. Dados micrometereológicos foram coletados nas áreas de estudo. A produção de serrapilheira nos dois biomas mostrou acentuada sazonalidade, com as maiores produções ...

  19. Usos e diversidade da vegetação lenhosa às margens do Riacho do Navio, no município de Floresta - PE.

    OpenAIRE

    José Serafim Feitosa Ferraz

    2004-01-01

    O presente trabalho visou identificar as relações entre a comunidade local e os recursos da vegetação lenhosa nativa da mata ciliar do riacho do Navio, município de Floresta, Pernambuco, área de preservação permanente protegida por lei e situada próxima às habitações desses informantes. Foram realizados levantamentos para o estudo do conhecimento botânico local através de observação direta e entrevistas semi-estruturadas. Parcelas amostrais foram lançadas em cinco fragmentos de mata mais c...

  20. GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO DIAGNÓSTICO DE USO E COBERTURA DA TERRA NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO HERMES - RONDÔNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joiada Moreira da Silva Linhares

    2014-01-01

    Full Text Available A microbacia hidrográfica do córrego Hermes, inserida no cone-sul de Rondônia, vem enfrentando severas implicações ambientais relacionadas às mudanças do uso da terra, tais como a conversão da floresta em áreas de lavouras e pastagens para criação extensiva de gado. Tais alterações são devidas, em um primeiro momento, à consolidação de um Programa de Integração Nacional – PIN, através da implantação do projeto de Colonização Paulo Assis Ribeiro, e mais recentemente vem sendo ampliadas por uma nova dinâmica econômica ligada ao mercado de exportação de alta rentabilidade, a agroindústria. O objetivo deste estudo foi avaliar as causas e consequências das mudanças do uso e cobertura da terra na microbacia hidrográfica do córrego Hermes, através da aplicação de método espacial e não espacial de geoprocessamento. Os resultados analíticos de métricas de paisagem indicam que 82,76% da área correspondem a uma matriz de pastagem de gramíneas, e que 14,64% reportam-se a cobertura vegetal nativa seccionada em 18 fragmentos pouco inter-relacionados, havendo ainda 1,94% e 0,66% relativos à agricultura (lavoura perene e anual e áreas edificadas, respectivamente. Depreende-se, por fim, que o intenso desflorestamento, com fins de aumento de áreas destinadas às atividades de agropecuária, é a principal causa da devastação da floresta de transição na MBCH-RO, emanando desta outras formas de degradação ambiental, como erosão, assoreamento dos cursos de água perenes, aumento da carga de partículas em suspensão e dissolvidas, e, por fim, modificação dos ciclos hidrológicos e de carbono em escalas local, regional e global.

  1. PAISAGEM CULTURAL: AVALIAÇÃO DAS PAISAGENS CÊNICAS DE GUARAQUEÇABA (Cultural landscape: evaluation of scenic landscapes Guaraqueçaba)

    OpenAIRE

    SOUZA, Roberson Miranda; PASSOS, Messias Modesto dos; YAMAKI, Humberto

    2014-01-01

    A Paisagem Cultural do município de Guaraqueçaba que está localizado no Estado do Paraná, na planície costeira, representada no recorte com latitude entre 23º e 26º S e longitude 48º e 54º W, área de difícil acesso. Área de proteção ambiental, sendo Guaraqueçaba situada em uma privilegiada porção preservada de Floresta Tropical Úmida, aproximadamente 500 mil ha, que juntamente com a região Sul do Estado de São Paulo representa a maior área contínua de remanescentes dessa floresta. Deste modo ...

  2. Florística de lianas em um fragmento de floresta estacional semidecidual, Parque Estadual de Vassununga, Santa Rita do Passa Quatro, SP, Brasil Floristic of lianas in a fragment of seasonal semidecidual forest State Park of Vassununga, Santa Rita do Passa Quatro, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yara Junqueira de Azevedo Tibiriçá

    2006-06-01

    Full Text Available Embora o conhecimento sobre a florística dos fragmentos de florestas estacionais semideciduais tenha crescido nos últimos anos, ainda sabe-se pouco sobre a comunidade de lianas (lenhosas ou herbáceas nesses fragmentos. Assim, foi realizado o levantamento florístico de lianas na gleba Maravilha, pertencente ao Parque Estadual de Vassununga (Santa Rita do Passa Quatro, SP, a fim de colaborar com o conhecimento dessa comunidade e subsidiar futuros trabalhos que envolvam essa forma de vida. A área de estudo compreende 127,08 ha, com inverno seco e temperatura média anual de 22 ºC. Para a coleta do material, percorreu-se mensalmente toda a borda do fragmento e três trilhas no interior da mata, de agosto/2002 a setembro/2003. Foram identificadas 120 espécies de lianas, pertencentes a 30 famílias e 71 gêneros, das quais 51% das espécies são volúveis, 42% apresentam gavinhas e apenas 7% são escandentes. As famílias mais representativas em número de espécies foram: Bignoniaceae (26, Malpighiaceae (14, Sapindaceae (12 e Asteraceae (9. Houve baixa similaridade florística entre as espécies de lianas presentes na gleba Maravilha em relação a outras áreas de florestas estacionais semideciduais do interior paulista.Although the knowledge about the floristic composition of the fragments of seasonal semidecidual forest had grown in the last few years, little is known about the liana communities (woody vines and herbaceous vines in those fragments. To collaborate with the knowledgement of the lianas and subsidize future works involving this life form, a floristic survey of the liana species occurring at the fragment Maravilha of the State Park of Vassununga (Santa Rita do Passa Quatro - SP was carried out. The study area comprised 127.08ha, with average temperature of 22 ºC. The whole border of the forest fragment and three tracks inside the forest were surveyed monthly between August 2002 and September 2003. One hundred and twenty species

  3. Estrutura fitossociológia de um fragmento natural de floresta inundável em área de orizicultura irrigada, município de Lagoa da Confusão, Tocantins Phytosociologial structure of a natural fragment of floodplain forest in area of irrigated rice cultivation, municipal district of Lagoa da Confusão, Tocantins, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Rodrigues Brito

    2006-10-01

    Full Text Available Os fragmentos naturais de florestas inundáveis conhecidos como ipucas localizam-se na planície do Araguaia, sob a forma de depressões naturais, que no Estado do Tocantins estão situados em áreas de planícies de inundação, que favorece seu alagamento e, conseqüentemente, o maior tempo de retenção da água em épocas de elevada precipitação. O presente estudo foi desenvolvido na fazenda Lago Verde, Município de Lagoa da Confusão, Tocantins, situado entre as coordenadas UTM: 643586 e 644060 leste e 8792795 e 8799167 norte. O objetivo do trabalho foi caracterizar a estrutura de um fragmento de floresta inundável de aproximadamente um hectare, inserido em área de orizicultura irrigada. Para o levantamento fitossociológico, foram amostrados todos os indivíduos arbustivo-arbóreos com perímetro a 1,30 m do solo (PAP > 15 cm. Ao todo, foram encontrados 807 indivíduos, 35 famílias e 70 espécies. As espécies com maior VC, em ordem decrescente, foram Hirtella racemosa Lam., Qualea multiflora Mart. e Cecropia pachystachya Trécul. As famílias mais ricas em espécies foram Fabaceae (9, Vochysiaceae (6, Annonaceae e Malvaceae (4. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,44. A distribuição de classes de diâmetro apresentou curva na forma de "J" invertido, estando a maioria dos indivíduos na primeira classe.The natural fragments of floodplain forests known as "ipucas" are located in the Araguaia plain, in form of natural depressions, which are located in areas of floodplains in the State of Tocantins, favoring its flooding and, consequently, the largest period of water retention during periods of high precipitation. The present study was developed at Lagoa Verde farm, municipal district of Lagoa da Confusão, Tocantins between the coordinates UTM: 643586 and 644060 east and 8792795 and 8799167 north. The objective of the work was to characterize the structure of a floodplain forest fragment of approximately one-hectare area

  4. AVALIAÇÃO TEMPORAL DO USO DA TERRA NA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO ARROIO CADENA E PASSO DAS TROPAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Brucker

    1993-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivos classificar, mapear e quantificar, a nível de reconhecimento, o uso da terra na Sub-Bacia Hidrográfica do Arroio Cadena e Passo das Tropas - município de Santa Maria, RS. Utilizou-se aerofotogramas pancromáticos obtidos em 1964 e 1975, com escalas aproximadas de 1:60.000 e 1:110.000 respectivamente, e composições coloridas do LANDSAT 5 - TM de 1986 e 1987, na escala aproximada de 1:110.000. Quantificou-se as áreas utilizando as técnicas da amostragem sistemática por grade de pontos. Observou-se que a Classe Pastagem predominou sobre as outras nas três épocas estudadas, ocupando 65,2% da área em 1964, 68,1% em 1975 e 67,4% em 1986/87. A Classe Florestas apresentou um decréscimo de 30,8% e a Classe Agricultura, de 17,6% no período de 1964 a 1986/87; a Classe Construções aumentou sua ocupação em 64,6% neste mesmo período. A técnica de amostragem sistemática por grade de pontos utilizada na quantificação das áreas superestimou a área da sub-classe rede de drenagem em 354,0% e da sub-classe rede viária em 287,6% (média das três épocas de levantamento.

  5. ESTIMATIVA DA FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NA MICROBACIA SEPOTUBINHA, NOVA MARILÂNDIA – MT, NOS ANOS DE 1990 E 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Viana Massoli

    2016-12-01

    Full Text Available A fragmentação florestal é um dos principais fatores que afetam a sustentabilidade dos recursos naturais, da biodiversidade e, consequentemente, da qualidade de vida da sociedade. Considerando isso, o objetivo deste estudo foi avaliar a fragmentação florestal na microbacia Sepotubinha, entre os anos de 1990 e 2014, utilizando as métricas da paisagem. Realizou-se um mapeamento dos fragmentos florestais, com base em uma classificação supervisionada de imagens do satélite Landsat. Os resultados obtidos demonstram que houve uma redução de 42% da Floresta original. Observou-se também uma redução de 39,26% de área nuclear de habitat e uma expressiva mudança na forma dos fragmentos, apresentando geometrias mais susceptíveis ao efeito de borda.O isolamento dos fragmentos foi o aspecto da paisagem menos afetado com o processo de desmatamento, uma vez que o retalhamento dos fragmentos grandes em vários de menor tamanho reduziu a distância média entre eles. Sugere-se que estudos futuros produzam informações sobre os processos ecológicos na microbacia Sepotubinha, pois desta forma será possível entender a relação padrão espacial e processos ecológicos, e assim produzir informações de maior valia para gestão ambiental da paisagem.

  6. O uso e manejo dos recursos naturais na Amazônia Brasileira: a organização social e produtiva do PDS Nova Bonal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleiton Silva Ferreira Milagres

    2014-08-01

    Full Text Available O artigo analisa a organização social e a utilização dos recursos naturais pelas famílias beneficiadas pelo programa de reforma agrária na Amazônia brasileira, considerando aspectos das práticas extrativistas e do manejo comunitário da floresta. O objeto de análise é o Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS Nova Bonal, localizado no estado do Acre. A organização do território e da produção no PDS Nova Bonal ao articular orientações direcionadas tanto para o atendimento das práticas de agricultura convencional quanto agro-extrativistas, tem diferenças de outros assentamentos rurais criados pelo governo brasileiro. O trabalho analisa as possibilidades dessa modalidade de projeto proporcionar o desenvolvimento socioeconômico das famílias beneficiadas e, ao mesmo tempo, melhores condições de sustentabilidade no uso dos recursos naturais. Também são analisados os aspectos legais e formais que direcionam este modelo de projeto de reforma agrária no uso e manejo dos recursos naturais na Amazônia.

  7. The Relationship between Personality Dimensions and Resiliency to Environmental Stress in Orange-Winged Amazon Parrots (Amazona amazonica), as Indicated by the Development of Abnormal Behaviors

    Science.gov (United States)

    Cussen, Victoria A.; Mench, Joy A.

    2015-01-01

    Parrots are popular companion animals, but are frequently relinquished because of behavioral problems, including abnormal repetitive behaviors like feather damaging behavior and stereotypy. In addition to contributing to pet relinquishment, these behaviors are important as potential indicators of diminished psychological well-being. While abnormal behaviors are common in captive animals, their presence and/or severity varies between animals of the same species that are experiencing the same environmental conditions. Personality differences could contribute to this observed individual variation, as they are known risk factors for stress sensitivity and affective disorders in humans. The goal of this study was to assess the relationship between personality and the development and severity of abnormal behaviors in captive-bred orange-winged Amazon parrots (Amazona amazonica). We monitored between-individual behavioral differences in enrichment-reared parrots of known personality types before, during, and after enrichment deprivation. We predicted that parrots with higher scores for neurotic-like personality traits would be more susceptible to enrichment deprivation and develop more abnormal behaviors. Our results partially supported this hypothesis, but also showed that distinct personality dimensions were related to different forms of abnormal behavior. While neuroticism-like traits were linked to feather damaging behavior, extraversion-like traits were negatively related to stereotypic behavior. More extraverted birds showed resiliency to environmental stress, developing fewer stereotypies during enrichment deprivation and showing lower levels of these behaviors following re-enrichment. Our data, together with the results of the few studies conducted on other species, suggest that, as in humans, certain personality types render individual animals more susceptible or resilient to environmental stress. Further, this susceptibility/resiliency can have a long

  8. The Relationship between Personality Dimensions and Resiliency to Environmental Stress in Orange-Winged Amazon Parrots (Amazona amazonica, as Indicated by the Development of Abnormal Behaviors.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victoria A Cussen

    Full Text Available Parrots are popular companion animals, but are frequently relinquished because of behavioral problems, including abnormal repetitive behaviors like feather damaging behavior and stereotypy. In addition to contributing to pet relinquishment, these behaviors are important as potential indicators of diminished psychological well-being. While abnormal behaviors are common in captive animals, their presence and/or severity varies between animals of the same species that are experiencing the same environmental conditions. Personality differences could contribute to this observed individual variation, as they are known risk factors for stress sensitivity and affective disorders in humans. The goal of this study was to assess the relationship between personality and the development and severity of abnormal behaviors in captive-bred orange-winged Amazon parrots (Amazona amazonica. We monitored between-individual behavioral differences in enrichment-reared parrots of known personality types before, during, and after enrichment deprivation. We predicted that parrots with higher scores for neurotic-like personality traits would be more susceptible to enrichment deprivation and develop more abnormal behaviors. Our results partially supported this hypothesis, but also showed that distinct personality dimensions were related to different forms of abnormal behavior. While neuroticism-like traits were linked to feather damaging behavior, extraversion-like traits were negatively related to stereotypic behavior. More extraverted birds showed resiliency to environmental stress, developing fewer stereotypies during enrichment deprivation and showing lower levels of these behaviors following re-enrichment. Our data, together with the results of the few studies conducted on other species, suggest that, as in humans, certain personality types render individual animals more susceptible or resilient to environmental stress. Further, this susceptibility/resiliency can

  9. The Relationship between Personality Dimensions and Resiliency to Environmental Stress in Orange-Winged Amazon Parrots (Amazona amazonica), as Indicated by the Development of Abnormal Behaviors.

    Science.gov (United States)

    Cussen, Victoria A; Mench, Joy A

    2015-01-01

    Parrots are popular companion animals, but are frequently relinquished because of behavioral problems, including abnormal repetitive behaviors like feather damaging behavior and stereotypy. In addition to contributing to pet relinquishment, these behaviors are important as potential indicators of diminished psychological well-being. While abnormal behaviors are common in captive animals, their presence and/or severity varies between animals of the same species that are experiencing the same environmental conditions. Personality differences could contribute to this observed individual variation, as they are known risk factors for stress sensitivity and affective disorders in humans. The goal of this study was to assess the relationship between personality and the development and severity of abnormal behaviors in captive-bred orange-winged Amazon parrots (Amazona amazonica). We monitored between-individual behavioral differences in enrichment-reared parrots of known personality types before, during, and after enrichment deprivation. We predicted that parrots with higher scores for neurotic-like personality traits would be more susceptible to enrichment deprivation and develop more abnormal behaviors. Our results partially supported this hypothesis, but also showed that distinct personality dimensions were related to different forms of abnormal behavior. While neuroticism-like traits were linked to feather damaging behavior, extraversion-like traits were negatively related to stereotypic behavior. More extraverted birds showed resiliency to environmental stress, developing fewer stereotypies during enrichment deprivation and showing lower levels of these behaviors following re-enrichment. Our data, together with the results of the few studies conducted on other species, suggest that, as in humans, certain personality types render individual animals more susceptible or resilient to environmental stress. Further, this susceptibility/resiliency can have a long

  10. Florística e estrutura da vegetação arbórea de um fragmento de floresta semidecedual às margens do reservatório da usina hidrelétrica Dona Rita (Itambé do Mato Dentro, MG Floristic composition and structure of the tree community of a fragment of the submontane semideciduous forest in Itambé do Mato Dentro Minas Gerais State, south-eastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Douglas Antônio de Carvalho

    2000-04-01

    Full Text Available Realizou-se o levantamento florístico e fitossociológico da comunidade arbórea de um fragmento de Floresta Estacionai Semidecidual Sub-Montana localizado às margens do reservatório da usina hidrelétrica Dona Rita, situado na Fazenda Camarinha, em Itambé do Mato Dentro, MG, na bacia do rio Doce (19º26'S, 43º 14' W, altitude entre 610 e 630m. Todos os indivíduos com diâmetro do caule à altura do solo > 5,0cm (exceto lianas encontrados em 35 parcelas de 15xl5m (0,78ha foram identificados, medidos e tiveram sua altura estimada (também foram coletados indivíduos que se apresentavam com estruturas reprodutivas, fora das parcelas. Foram estimados para cada espécie os seguintes parâmetros: densidade por área, freqüência absoluta, dominância absoluta e índice de valor de importância (IVI. Também foram calculados o índice de diversidade de Shannon e a equabilidade correspondente, o índice de similaridade de Jaccard e as distâncias euclidianas quadradas entre esta floresta e outras do alto e médio Rio Grande, baixo Paranaíba e alto São Francisco. Nas parcelas foram amostrados 2.430 indivíduos. Identificou-se 216 espécies (15 fora das parcelas pertencentes a 50 famílias e 144 gêneros. Destacam-se pelo IVI as famílias Euphorbiaceae, Myrtaceae e Caesalpiniaceae e as espécies Apuleia leiocarpa, Pera glabrata, Licania hypoleuca e Mabeafistulifera. Comparada com algumas florestas ciliares do Estado, a floresta de Itambé do Mato Dentro se assemelha mais com a do alto Rio Grande (ambas localizadas em regiões sob influência da Mata Atlântica, muito embora as espécies mais importantes não sejam as mesmas. Em termos pedológicos a floresta de Itambé apresenta os solos mais intemperizados, lixiviados e profundos, apesar de seu relevo íngreme, devido ao material constitutivo dos mesmos ter sofrido intenso processo de alteração anterior ao atual ciclo pedogênico.A floristic and phytosociological survey of the tree commnunity

  11. Florística e estrutura do componente arbóreo e análise ambiental de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Alto-Montana no município de Painel, SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Higuchi

    2013-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050988449A Floresta Ombrófila Mista Alto-Montana é uma formação pouco estudada que ocorre em altitudes acima de 1.000 m. Os objetivos deste estudo foram conhecer os padrões florísticos e estruturais do componente arbóreo de um fragmento desta floresta na região do Planalto Sul Catarinense e determinar as variáveis ambientais que influenciam esses padrões. O levantamento da composição florística e estrutural e a coleta das variáveis ambientais foram conduzidos em 50 parcelas de 200 m2. Nelas, todos os indivíduos arbóreos com CAP (circunferência medida a altura do peito ≥ 15,7 cm foram medidos (CAP e altura e identificados. Foram coletadas, em cada parcela, variáveis ambientais relacionadas às características químicas e físicas dos solos, topográficas e de cobertura do dossel. Foram calculados os parâmetros fitossociológicos e a estrutura diamétrica da comunidade e das populações com valor de importância (VI acima de 5 %. A similaridade florístico-estrutural entre as parcelas foi analisada pela NMDS (Nonmetric Multidimensional Scaling e os vetores das variáveis ambientais significativas (p < 0,05 foram plotados a posteriori. Foram identificadas 50 espécies arbóreas distribuídas em 33 gêneros e 20 famílias botânicas. As espécies com maior VI foram: Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze (17,32 %, Myrceugenia euosma (O.Berg D.Legrand (15,24 % e Acca sellowiana (O.Berg Burret (7,84 %. A estrutura diamétrica de toda a comunidade e das populações estudadas (exceto Dicksonia sellowiana Hook. teve distribuição próxima ao “J invertido”. A análise NMDS demonstrou maior porcentagem de argila nas parcelas com maior densidade de Araucaria angustifolia e menor porcentagem, nas parcelas com maior densidade de Dicksonia sellowiana, Inga lentiscifolia Benth. e Ocotea pulchella Mart. As parcelas de maior declividade tiveram maior densidade de Drimys brasiliensis Miers e aquelas de

  12. Parcerias institucionais e evolução do extrativismo de jaborandi na Floresta Nacional de Carajás, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiano Gumier-Costa

    2016-12-01

    Full Text Available Este artigo discute o extrativismo vegetal na região Amazônica a partir da coleta extrativa de folhas de jaborandi, na região de Carajás (Pará, Brasil. Esta planta é utilizada para a extração de pilocarpina que é o insumo para a produção de colírios para tratamento de glaucoma. Buscou-se analisar e teorizar sobre os complexos e múltiplos fatores que determinam a substituição, ou não, da atividade extrativista. A estabilização da demanda nacional e internacional por pilocarpina está permitindo a coexistência do dualismo tecnológico do cultivo da planta e o processo extrativista. Também fica evidente a estratégia por parte de uma das empresas que lideram a extração e exportação de pilocarpina em agregar uma imagem positiva decorrente das parcerias com comunidades extrativistas no Pará e outras regiões de ocorrência natural do jaborandi.

  13. Fungos anamorfos (hyphomycetes da Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará, Brasil: novos registros para o Neotrópico Anamorphic fungi (hyphomycetes from Caxiuanã National Forest, Pará, Brazil: new records for the Neotropics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Santana Monteiro

    2010-09-01

    Full Text Available Os hifomicetos são importantes decompositores e recicladores da matéria orgânica morta no ambiente e podem ser importantes patógenos de plantas e animais. Como parte do inventário da diversidade dos fungos sobre palmeiras da Amazônia Oriental, no sítio do Programa de Biodiversidade da Amazônia (PPBIO, na Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará, foram identificados cinco novos registros de hifomicetos para o Neotrópico: Camposporium fusisporum Whitton, McKenzie & Hyde; Cylindrocarpon curtum Bugnicourt; Minimidochium microsporum Matsush.; Sporidesmiella aspera Kuthub. & Nawawi; Sporidesmium ghanaense M.B. Ellis. Stachybotrys theobromae Hansf. é citado pela primeira vez para o Brasil.The hyphomycetes are important decomposers and recyclers of dead organic matter in the environment and may be important pathogens of plants and animals. As part of the diversity inventory of palm-tree fungi from Eastern Amazonia, in Caxiuanã National Forest, Pará, five new records of hyphomycetes for the Neotropics were found: Camposporium fusisporum Whitton, McKenzie & Hyde; Cylindrocarpon curtum Bugnicourt; Minimidochium microsporum Matsush.; Sporidesmiella aspera Kuthub. & Nawawi; Sporidesmium ghanaense M.B. Ellis. Stachybotrys theobromae Hansf. is cited for the first time for Brazil.

  14. Variações interanuais na fenologia de uma comunidade arbórea de floresta semidecídua no sudeste do Brasil Interannual variation in the phenology of a tree community in a semideciduous seasonal forest in southeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Rubim

    2010-09-01

    Full Text Available As comunidades arbóreas de florestas tropicais localizadas em regiões com clima sazonal tendem a ajustar a fenologia da queda de folhas e da produção de flores e frutos à sazonalidade climática. Neste estudo monitoramos a comunidade arbórea de uma floresta semidecidual no período de quatro anos (2001 a 2004, a fim de analisar a relação entre o número de espécies perdendo folhas, florescendo e frutificando e a variação anual do comprimento do dia, precipitação e temperatura durante o período de observação. Além disso, avaliamos se essas três fenofases repetem os mesmos padrões em anos sucessivos. Regressões lineares simples indicaram que o número de espécies perdendo folhas foi negativamente relacionado com as três variáveis ambientais para os quatro anos de estudo, sendo o comprimento do dia e a temperatura os melhores preditores para esta fenofase. Houve também relação significativa do comprimento do dia com o número de espécies florescendo e frutificando nos quatro anos, porém, precipitação e temperatura não foram relacionadas com estas fenofases em todos os anos de estudo. Os testes de estatística circular indicaram forte sazonalidade para queda foliar, com data média durante o mês de julho independente do ano, ao passo que para floração e frutificação não foi detectada sazonalidade significativa. Como resultado, o número de espécies perdendo folhas foi correlacionado entre todos os anos sucessivos. Entretanto, não houve correlação do número de espécies florescendo e frutificando em 2003 e 2004, provavelmente devido às altas temperaturas ocorridas neste último ano. Os resultados deste estudo sugerem que a queda de folhas é uma fenofase altamente previsível temporalmente. Ao contrário, a floração e a frutificação podem variar ano a ano como conseqüência de anomalias climáticas. Essas variações podem ser relevantes para o entendimento dos efeitos em longo prazo de mudanças clim

  15. Produção de Pinus taeda L. na região de Cambará do Sul, RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerson Lui Mainardi

    2009-09-01

    Full Text Available Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 O trabalho teve como objetivo estruturar a produção de uma floresta de Pinus taeda L., localizada na região de Cambará do Sul, RS, de acordo com a idade, potencial de produção dos sítios e manejo aplicado. Para tanto foram coletados dados em parcelas temporárias, permanentes e de análise de tronco. Funções matemáticas foram ajustadas para estimar o desenvolvimento do povoamento remanescente após o desbaste e o fator K-Magin foi usado para corrigir o volume dos desbastes, e variou de 0,76 a 0,78. Os resultados, agrupados em tabelas de produção para os sítios 16 a 28, apresentaram, respectivamente, volumes de 243,7 m3/ha e 911,0 m3/ha aos 16 anos de idade. O incremento médio anual nesta idade, considerando a idade de corte na empresa, atingiu 15,23 m3/ha/ano no índice de sítio 16 e 56,94 m3/ha/ano para o 28. Os  resultados demonstraram, ainda, perda de produção pela execução de desbastes precoces nos sítios menos produtivos e tardios nos sítios mais produtivos.

  16. Os Fungos no Funcionamento dos Ecossistemas Florestais

    OpenAIRE

    Santos-Silva, Celeste; Machado, Helena

    2011-01-01

    Os fungos no funcionamento dos ecossistemas Florestais: Papel dos fungos sapróbios na degradação da matériaorgânica Papel dos fungos micorrízicos na nutrição e saúde das árvores Diversidade fúngica e estabilidade das florestas Relações entre os fungos e os animais Doenças radiculares associadas ao declínio do montado de sobro e azinho

  17. Dinâmica sazonal da produção e decomposição de serrapilheira em floresta tropical de transição

    OpenAIRE

    Sanches,Luciana; Valentini,Carla M. A.; Biudes,Marcelo S.; Nogueira,José de S.

    2009-01-01

    Em função de se analisar a produção, dinâmica e decomposição de serrapilheira em busca da sazonalidade do microclima em uma floresta tropical de transição Amazônia Cerrado, propõe-se estimar a produção de serrapilheira, por meio de caixas de coleta de 1 m² e o acúmulo de serrapilheira sobre o solo por meio de quadrantes de 25 x 25 cm, distribuídos aleatoriamente. Determinaram-se a constante de decaimento (K), o coeficiente de retorno de serrapilheira (K L) e a constante de decomposição (K'). ...

  18. Reciclagem de Precipitação na Bacia Amazônica: O Papel do Transporte de Umidade e da Evapotranspiração da Superfície

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius Machado Rocha

    Full Text Available Resumo O objetivo desse trabalho é avaliar a distribuição dos componentes do balanço de água e da reciclagem de precipitação na bacia amazônica, abordando os mecanismos físicos associados ao processo de reciclagem. De forma geral, a bacia amazônica se comporta como um sumidouro de umidade da atmosfera, recebendo vapor d'água tanto do transporte de origem oceânica quanto da evaportranspiração da floresta por meio do processo de reciclagem de precipitação. Em escala regional, a Amazônia representa uma importante fonte de umidade para outras regiões da América do Sul, contribuindo para o regime da precipitação em outras áreas do continente. Na média, a reciclagem de precipitação é da ordem de 20% na bacia amazônica, com valores variando entre 15% na porção norte e 40% na porção sul. Dessa forma, do total da precipitação na bacia, aproximadamente, 20% é decorrente do processo de evapotranspiração local; indicando que, a contribuição local para a precipitação total representa um percentual significativo no balanço de água regional e desempenha um importante papel no ciclo hidrológico amazônico. Entretanto, as variabilidades e mudanças no sistema climático devido tanto às variações naturais quanto antropogênicas (aumento na emissão de gases estufa e desflorestamento podem afetar a reciclagem e o ciclo hdrológico regional.

  19. Florística e estrutura fitossociológica em floresta ombrófila densa submontana na barragem do rio São Bento, Siderópolis, Estado de Santa Catarina = Floristic composition and phytosociological structure in a submontane ombrophilous dense forest at São Bento river dam, Siderópolis, Santa Catarina State

    OpenAIRE

    Sinara Colonetti; Vanilde Citadini-Zanette; Rafael Martins; Robson dos Santos; Edilane Rocha; João André Jarenkow

    2009-01-01

    Apresentam-se os resultados de levantamentos florístico e fitossociológico em remanescente de Floresta Ombrófila Densa Submontana circunjacente à barragem do rio São Bento, objetivando fornecer dados primários para ações de restauração e conservação destaformação. A área está localizada no Sul de Santa Catarina, município de Siderópolis. Utilizou-se como área amostral um hectare e foram registrados indivíduos com DAP ≥ 5 cm e quantificados seus descritores estruturais. Foram identificadas 107...

  20. Estimativas do albedo em três ecossistemas da floresta amazônica Estimation of albedo in three ecosystems of the Amazon forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário de M. V. B. R. Leitão

    2002-01-01

    Full Text Available Os albedos relativos às radiações de ondas curtas, infravermelho e fotossinteticamente ativa foram estimados para três ecossistemas da floresta amazônica. A pesquisa foi conduzida nas áreas de Campina e Campinarana, na Reserva Biológica de Campina, localizada no quilômetro 46 da rodovia BR-174 (2º 34'S; 60º 02'W, que liga Manaus a Caracaraí e na área de Mata Densa, na Reserva Florestal Ducke (2º 57'S; 59º 57'W. Para obtenção dos dados nos diferentes tipos de vegetação, foi instalado, numa torre metálica, um conjunto de sensores para medir radiações de ondas curtas, infravermelho e fotossinteticamente ativa, incidentes e refletidas sobre os dosséis vegetativos, além de sensores para medir radiações de ondas curtas incidente, de ondas curtas refletida e fotossinteticamente ativa, próximo à superfície do solo dos dosséis. Para a aquisição dos dados foram utilizados quatro microloggers, os quais foram programados para efetuarem, no período das 5 h 51 min às 18 h, leituras a cada segundo e médias a cada minuto. Os resultados mostraram que os albedos de ondas curtas, infravermelho e radiação fotossinteticamente ativa (PAR, nos três tipos de vegetação, podem ser estimados em função do ângulo de elevação do sol, com boa precisão para qualquer instante do dia.The albedos of shortwave, infrared and photosynthetically active radiations (PAR were estimated for three ecosystems of the Amazon forest. The research was conducted in the areas of Campina and Campinarana of the Biological Reserve of Campina, located at km 46, on Highway BR-174 which connects Manaus and Caracarai (2º 34'S; 60º 2'W and in the area of "Mata Densa" in the Ducke Forest Reserve (2º 57'S; 59º 57'W. A metallic tower, with set of sensors for measuring the incident and canopy reflected shortwave, infrared and photosynthetically active radiations was installed over each of the above mentioned canopies. Similar sensors were also installed at

  1. Acanthaceae da Marambaia, Estado do Rio de Janeiro, Brasil

    OpenAIRE

    Braz,Denise Monte; Azevedo,Igor Henrique Freitas

    2016-01-01

    RESUMO Este trabalho consiste do tratamento taxonômico das Acanthaceae Juss. na Marambaia, Estado do Rio de Janeiro, e sua distribuição nas diferentes formações vegetais locais. Foram constatados cinco gêneros e nove espécies encontradas nos manguezais, na restinga e na floresta ombrófila, além de áreas urbanizadas. Thunbergia alata é introduzida e amplamente naturalizada no Brasil inteiro e Ruellia blechum é uma espécie neotropical também naturalizada; as demais espécies (Avicennia schaueria...

  2. O COSMO SEGUNDO OS YANOMAMI: HUTUKARA E URIHI

    OpenAIRE

    R. Gomes, Ana Maria; Kopenawa, Davi

    2016-01-01

    O artigo é a transcrição de parte das conferências proferidas na UFMG em 2013 por Davi Kopenawa, líder e xamã Yanomami, como convidado do Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares (IEAT/UFMG). Na primeira parte, o xamã apresenta alguns elementos da cosmologia yanomami – Hutukara e Urihi – para tentar comunicar a centralidade e importância que os Yanomami atribuem a essas entidades em nossas vidas, cuja aproximação semântica indica os termos mundo-universo e terra-floresta. Na segunda ...

  3. The parasitism of Ixodes luciae (Acari: Ixodidae on marsupials and rodents in Peruvian Amazon O parasitismo do Ixodes luciae (Acari: ixodidae em marsupiais e em roedores na Amazônia Peruana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Mónica Díaz

    2009-01-01

    Full Text Available In this work the infestation with I. luciae on Didelphimorphia and Rodentia in different environments of Peruvian Amazon was studied. Didelphimorphia was represented by the family Didelphidae. Specimens belonging to Caluromys lanatus, Didelphis marsupialis, Marmosops sp.2, Metachirus nudicaudatus, Philander andersoni and Philander opossum were infested with adults I. luciae and one Micoureus sp. was infested with larvae. In Rodentia, the infestation with I. luciae nymphs was restricted to Hylaeamys perenensis, Hylaeamys yunganus and Oligoryzomys microtis, while one Oecomys bicolor (all Cricetidae was infested with larvae of this species. The few larvae were found on rodents captured in primary forest. The only significant difference (P No presente trabalho, infestações por Ixodes luciae em Didelphimorphia e Rodentia em diferentes ambientes da Amazônia peruana foram estudadas. Didelphimorphia foi representada pela família Didelphidae. Espécimes pertencentes a Caluromys lanatus, Didelphis marsupialis, Marmosops sp., Metachirus nudicaudatus, Philander andersoni e Philander opossum foram encontrados infestadas por adultos de I. luciae; um Micoureus sp. foi encontrado infestado por larvas. Em Rodentia, a infestação por ninfas de I. luciae estiveram restritas a Hylaeamys perenensis, Hylaeamys yunganus e Oligoryzomys microtis, enquanto que um Oecomys bicolor (todos Cricetidae esteve infestado por larvas de I. luciae. As poucas larvas foram encontradas em roedores capturados na floresta primária. A única diferença significante (P < 0.05 na prevalência de carrapatos adultos em Didelphimorphia foi entre P. andersoni e M. nudicaudatus (distribuição chi-quadrado. A distribuição de carrapatos adultos foi significativamente diferente em P. andersoni quando comparado com M. nudicaudatus, P. opossum e D. marsupialis (teste Kruskal-Wallis. Nenhum efeito significante do mês ou ambiente foi observado em relação à infestação por carrapato

  4. Parametrização do modelo 3-PG para eucalipto na região do cerrado de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jarbas Silva Borges

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050986623O modelo 3-PG é uma ferramenta eficaz para determinação do potencial produtivo de florestas de eucalipto. No entanto, as parametrizações deste modelo, hoje disponíveis, produzem resultados subestimados quando aplicadas à região do Cerrado de Minas Gerais. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi parametrizar o modelo 3-PG para plantios de eucalipto localizados na região do Cerrado de Minas Gerais. Para isso, foram utilizados dados de povoamentos de híbridos clonais de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla, com idades entre 3 e 84 meses, localizados nas regiões de Curvelo e Itacambira  – MG. As estimativas de crescimento obtidas pelo modelo 3-PG foram comparadas com dados de crescimento de povoamentos florestais medidos nas duas regiões, até a idade de 84 meses. O conjunto de valores de parâmetros e variáveis obtidos neste trabalho permitiu simular com acurácia, em termos das variáveis produzidas pelo modelo, os padrões de crescimento de povoamentos florestais presentes na região do Cerrado mineiro. Dessa forma, conclui-se que a parametrização promoveu melhorias no desempenho do modelo que resultaram em estimativas acuradas de crescimento.

  5. Mamíferos de médio e grande porte e sua relação com o mosaico de habitats na cuesta de Botucatu, Estado de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Telma R. Alves

    2012-06-01

    , transição entre floresta/Cerradão e vegetação natural em estádio sucessional secundário. Os resultados sugerem que a fauna de mamíferos de médio e grande porte na Fazenda Experimental Edgardia está sujeita às modificações ambientais que a região vem sofrendo. Embora existam preferências de algumas espécies por determinados hábitats, parece ocorrer certa plasticidade em relação às modificações de seus hábitats originais.

  6. Densidade e composição florística do banco de sementes do solo de fragmentos de floresta de restinga no município de Bertioga–SP. Density and floristic composition of soil seed bank from fragments of restinga forest in Bertioga–SP.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela GUEDES

    2005-12-01

    Full Text Available O trabalho foi realizado em doisfragmentos de floresta de restinga (floresta derestinga inundável e floresta de restinga nãoinundável no município de Bertioga (46º08’W e23º51’S, Estado de São Paulo, em uma área comextensão total aproximada de 300 ha, pertencenteao condomínio residencial Riviera de SãoLourenço. Para a caracterização do banco desementes, foram realizadas coletas de solo ao acasodurante dois períodos (agosto de 2001 e março de2002, em uma área superficial de 20 cm x 20 cma uma profundidade de 0 a 5 cm, em 48 pontos.A densidade total do banco de sementes da coletade agosto de 2001 foi de 4,16 sementes/m2 para afloresta de restinga inundável e 1,04 sementes/m2para a floresta de restinga não inundável; já nacoleta de março de 2002 estes valores foram de21,87 sementes/m2 e 3,12 sementes/m2,respectivamente. Esses resultados demonstram apequena contribuição do banco de sementes naregeneração natural das formações estudadas.The present study was performed in tworestinga forest fragments (flooded restinga forestand unflooded restinga forest at Riviera de SãoLourenço joint ownership, Bertioga, state of SãoPaulo (23º49’S e 46º02’W. The seed bank wasevaluated by means of 48 samples with 20 cm x 20 cm,at 5 cm depth. This collect was carried outin two periods: August/2001 and March/2002.The total density of seeds collected in August/2001was of 4.16 seeds/m2 (flooded restinga forestand 1.04 seeds/m2 (unflooded restinga forest;in March/2002, these values were of 21.87 seeds/m2and 3.12 seeds/m2, for each studied area. These resultsdemonstrate the low contribution of the seed bankin the natural regeneration of the studied areas.

  7. MODELAGEM DA ESTRUTURA DE FLORESTAS CLONAIS DE Populus deltoides Marsh. ATRAVÉS DE DISTRIBUIÇÕES DIAMÉTRICAS PROBABILÍSTICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julio Eduardo Arce

    2004-04-01

    Full Text Available No presente estudo, foram avaliadas, entre os anos 1987 e 1995 (idades 1 a 9, as distribuições diamétricas de seis florestas clonais de Populus deltoides Marsh. plantadas em 1986. As funções probabilísticas normal, gama, beta, SB de Johnson e Weibull com dois e três parâmetros foram ajustadas aos dados observados utilizando na estimativa dos parâmetros, segundo o caso, o Método dos Momentos, o Método da Máxima Verossimilhança, a metodologia proposta por Loetsch et al. (1973 e a média aritmética e o desvio-padrão dos diâmetros. A qualidade dos ajustes das distribuições probabilísticas foi avaliada considerando os desvios relativos entre as somas observada e estimada dos diâmetros elevados à primeira, segunda, terceira e quarta potências. Para todas as funções analisadas, os desvios se incrementaram com o aumento da potência, sendo a função Weibull com dois parâmetros (a = 0 a que apresentou os menores valores em todos os anos ao considerar a quarta potência. Os valores dos desvios relativos entre as somas observada e estimada dos diâmetros elevados à quarta potência não superaram o valor de 0,005 (0,5% para a função Weibull com dois parâmetros, com exceção do primeiro ano, no qual todas as funções apresentaram valores de desvios mais elevados (entre 11 e 13%. Os parâmetros escala (b e forma (c da função Weibull com dois parâmetros foram estimados pelas equações ajustadas por regressão linear múltipla utilizando o diâmetro quadrático médio do povoamento como variável independente.

  8. Flora pteridofítica de fragmentos florestais do Parque Estadual de Vassununga – Santa Rita do Passa Quatro, SP. Pteridophyte flora of forest fragments in Vassununga State Park – Santa Rita do Passa Quatro, São Paulo, Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Áurea Maria Therezinha COLLI

    2014-06-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta o levantamento da flora pteridofítica de dois fragmentos florestais do Parque Estadual de Vassununga, unidade de conservação localizada no município de Santa Rita do Passa Quatro, SP. Para tanto, foram realizadas onze excursões por caminhos e trilhas de fiscalização e de pesquisa. Na Gleba Maravilha, que apresenta vegetação de Floresta Estacional Semidecidual Montana e Floresta Estacional Semidecidual Aluvial com inundação temporária, foram encontradas 10 famílias, 18 gêneros e 35 espécies, sendo Pteridaceae, Thelypteridaceae, Aspleniaceae, e Polypodiaceae as famílias mais ricas com nove, sete, seis e cinco espécies, respectivamente. Na Gleba Capão da Várzea, onde ocorre a Floresta Paludosa e o Campo Antrópico, ocorreram nove famílias, 14 gêneros e 24 espécies, onde Thelypteridaceae e Polypodiaceae se apresentaram como as mais ricas, com oito e seis espécies, respectivamente. As Glebas do Parque Estadual de Vassununga com as suas diferentes fisionomias vegetais são áreas importantes para a conservação de pteridófitas na região nordeste do Estado de São Paulo, principalmente as típicas de Floresta Estacional Semidecidual Montana e de Floresta Paludosa como Blechnum brasiliense, Campyloneurum angustifolium, Cyclodium meniscioides, Osmunda regalis, Pityrogramma calomelanos e Thelypteris opposita. This work presents a survey on pteridophyte flora of two forest fragments in Vassununga State Park, a conservation unit located in the city of Santa Rita do Passa Quatro, São Paulo, Brazil. In order to carry out the survey, a series of eleven tours on old inspection and research trails were made. In the Maravilha Tract, which consists of Seasonal Semi-Deciduous Montane Forest and Seasonal Semideciduous Alluvial Forest with temporary flooding, 10 families, 18 genera, and 35 species were found, the richest families were Pteridaceae, Thelypteridaceae, Aspleniaceae, and Polypodiaceae, with nine, seven

  9. Estrutura arbórea da Floresta Ombrófila Densa Altomontana de serras do Sul do Brasil Tree component structure of tropical upper montane rain forests in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Bergamini Scheer

    2011-12-01

    Full Text Available O presente trabalho teve os objetivos de agrupar informações sobre a estrutura arbórea da floresta altomontana da Serra do Mar paranaense e de compará-las com as de florestas altomontanas de outras serras do Sul e Sudeste do Brasil. Foram realizados levantamentos fitossociológicos em diversas montanhas de quatro importantes serras (ou subserras do Paraná. Nas quatro subserras foram amostrados 2294 indivíduos (PAP > 10 cm pertencentes a 28 famílias, 43 gêneros e 78 espécies. Foi observada maior riqueza de espécies na amostragem da Serra Gigante (41 espécies, seguida pelas serras da Prata (37, da Igreja (34 e do Ibitiraquire (26. A altura média obtida para os indivíduos foi de 4,8 m, o PAP médio de 22,9 cm, a densidade média de 4779 ind/ha, a área basal média de 33,5 m²/ha e o índice de diversidade de Shannon total de 2,68 nat/ind. Agrupando informações de estudos realizados em outras subserras paranaenses, totalizando 11 levantamentos e 204 parcelas (10200 m², obteve-se uma matriz com 75 espécies determinadas, onde as cinco com maior porcentagem de importância estrutural foram Ilex microdonta, Siphoneugena reitzii, Drimys angustifolia, Ocotea porosa e Ilex chamaedrifolia. Os trechos amostrados na Serra do Mar do Paraná, apresentaram menor riqueza e diversidade que os da Serra da Mantiqueira (MG e maior que os dos Aparados da Serra Geral (SC. Tais diferenças, possivelmente, estão relacionadas às influências antrópicas, das distâncias geográficas, dos diferentes centros de endemismo, dos entornos tropicais ou subtropicais dominantes, das feições geomorfológicas, entre outros fatores.The aims of this study were: (1 to group information about the tree structure of the upper montane rain forest of Serra do Mar in the state of Paraná (PR, Southern Brazil; and (2 to compare this information with available data from other mountain ranges in Southern and Southeastern Brazil. In the four mountain ranges studied, 2294

  10. Modificações nas propriedades dos solos de uma área de manejo florestal na Chapada do Araripe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Oliveira Araújo

    2013-06-01

    Full Text Available A Chapada do Araripe possui grande diversidade ambiental, onde é predominante o Latossolo Vermelho-Amarelo. Nela encontra-se a Floresta Nacional do Araripe (FLONA e várias unidades de manejo florestal (UMF. O objetivo deste estudo foi utilizar a análise multivariada para obter-se um indicador básico que represente um conjunto de atributos físicos, químicos e biológicos utilizados como indicadores de modificações nas propriedades dos solos de uma UMF. Foram analisados, em triplicata, na profundidade de 0-20 cm, solos de 15 pontos da UMF e quatro da FLONA, onde foram determinados nove atributos utilizados na identificação das peculiaridades de grupos de estado de recuperação dos solos e suas principais diferenças. A análise demonstrou que dois componentes principais respondem por aproximadamente 76 % da variância dos dados: o primeiro é o indicador da qualidade biológica, química e física dos solos; e o segundo, do estado de compactação. A análise de agrupamento multivariada, aplicada ao primeiro componente principal, evidenciou a formação de três grupos: um da FLONA e dois contendo amostras da UMF, em diferentes estados de recuperação. A utilização do teste de Tukey em nível de 5 % no agrupamento dos teores de matéria orgânica dos solos apresentou os mesmos grupos da análise de agrupamento multivariada, indicando que esse atributo pode ser utilizado como indicador básico na área de estudo.

  11. Governança global sobre florestas : o caso do Programa Piloto para Proteção das Florestas Tropicais do Brasil (PPG7) - 1992-2006

    OpenAIRE

    Abdala, Fábio de Andrade

    2007-01-01

    Nesta tese estabeleceu-se o objetivo de analisar as instituições, os projetos e interesses comprometidos na cooperação internacional dedicada à conservação florestal na Amazônia, no contexto das transformações globais contemporâneas. Há particular interesse em enfatizar o sistema de governança e participação de diferentes atores na governança florestal, as áreas de conflito, as estratégias e resultados de projetos que articulem parceiros locais, nacionais e internacionais de vertente globa...

  12. Populações de aranhas errantes do gênero Ctenus em fragmentos florestais na Amazônia Central Populations of Ctenus wandering spiders in Amazonian forest fragments

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Macedo Mestre

    2008-01-01

    Full Text Available Ctenus é um gênero de aranhas errantes abundante em florestas tropicais da América do Sul e da África e está se tornando um organismo modelo para compreensão da biologia de predadores na fauna de serapilheira. Avaliamos os efeitos da fragmentação florestal sobre quatro espécies de aranhas errantes do gênero Ctenus (C. amphora, C. crulsi, C. manauara e C. villasboasi, baseado nas variações das densidades e nos tamanhos de adultos em fragmentos de tamanhos diferentes, nas bordas destes e nas florestas secundárias próximas. Este estudo foi realizado de fevereiro a julho de 1999, em floresta tropical úmida de terra firme ao norte de Manaus - AM. As áreas incluíram três locais de mata secundária, quatro fragmentos de 1 ha, três de 10 ha, dois de 100 ha e quatro reservas em floresta contínua (maior que 10.000 ha. As aranhas foram capturadas manualmente, mensuradas e contadas em transectos de 250x5 m ou 500x5 m em áreas de platô, no interior e nas bordas dos fragmentos. Houve predomínio significativo de fêmeas em duas espécies (C. amphora- 74% e C. crulsi- 65%; dimorfismo sexual de tamanho em três espécies (C. amphora, C. crulsi e C. manauara e variação temporal da abundância significativa para as quatro espécies. Estes resultados corroboraram e complementaram tendências de estudos anteriores e permitem uma interpretação mais completa sobre a ecologia destas espécies. Não observamos diferenças de abundância das aranhas entre centro e bordas e entre reservas de diferentes tamanhos. O efeito de borda ou do tamanho do fragmento sobre o tamanho de aranhas Ctenus neste estudo foi bem menor que as variações anteriormente observadas entre habitats diferentes no interior da floresta. Comparações com um estudo posterior a este, mostram que efeito da fragmentação nesta escala sobre estas aranhas diminui com a regeneração da floresta ao redor dos fragmentos, indicando uma rápida resposta do grupo para estas modifica

  13. Florística das espécies arbóreas de quatro fragmentos de Floresta Estacional Semidecídua Montana na Fazenda Dona Carolina (Itatiba/Bragança Paulista, São Paulo, Brasil. Floristic of tree species of four fragments of semi-deciduous Seasonal Montana Forest in Dona Carolina Farm (Itatiba/Bragança Paulista, São Paulo, Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Macedo CERGUEIRA Leonardo Dias MEIRELES

    2008-06-01

    Full Text Available Realizou-se um levantamento florísticoem quatro fragmentos de Floresta EstacionalSemidecídua Montana na Fazenda Dona Carolina,localizada nos municípios de Itatiba e Bragança Paulista,São Paulo, Brasil (22º 56’ 16” S e 46º 42’ 02” W.A Fazenda localiza-se dentro da unidademorfoescultural do Planalto Atlântico, com climaCfa e altitudes entre 775 e 974 m. As espéciesarbóreas de altura 2 metros foram coletadas eidentificadas. Foram amostradas 157 espécies,distribuídas em 109 gêneros e 41 famílias. As famíliasFabaceae (24 spp., Myrtaceae (15 spp., Lauraceae(9 spp. e Meliaceae (9 spp. foram as mais ricasem espécies. A similaridade florística da área emestudo com Florestas Estacionais SemidecíduasMontanas e Submontanas do Estado de São Paulofoi verificada através do índice de Jaccard e dométodo de agrupamento por média de grupos(UPGMA. Uma Twinspan foi realizada paraverificar quais espécies caracterizariam os gruposformados. A área estudada apresentou altasimilaridade florística com os fragmentos localizadosno município de Campinas, não se agrupando como fragmento florestal amostrado no mesmomunicípio. A restauração de áreas degradadas e aconservação de fragmentos localizados nessa regiãodevem, então, considerar a composição florísticados fragmentos adjacentes.A floristic survey was carried out in fourfragments of Semideciduous Seasonal MontaneForest in Dona Carolina Farm, located in themunicipalities of Itatiba and Bragança Paulista,São Paulo, Brazil (22º 56’ 16” S e 46º 42’ 02” W.The Farm is within the Atlantic Plateaumorphosculptural unit, with climate Cfa, between775 and 974 m elevation. Only tree species 2 meters high were collected and identified.A total of 157 species distributed in 109 generaand 41 families were sampled. Fabaceae (24species, Myrtaceae (15, Lauraceae (9 and Meliaceae(9 were the richest families. The floristicsimilarity between the studied area and other Semideciduous

  14. Os paradoxos entre os urbanos no município de Barcarena, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monique Bruna Silva Carmo

    2016-12-01

    Full Text Available O processo de urbanização nas pequenas cidades da Amazônia, nas últimas décadas, tem transformado o cenário urbano e também o rural, os quais foram reestruturados e perderam suas características típicas. Apesar de existirem cidades fortemente dependentes dos recursos das florestas, há o surgimento de cidades que se desvincularam dessas atividades rurais, tornando-se conectadas ao mercado global por meio da indústria. O município de Barcarena, no Pará, é um exemplo desse processo e, apesar de sua economiaestar voltada para a atividade industrial, possui uma população rural que se sobrepõe à população urbana. Nesse aspecto, o presente artigo objetiva compreender a reestruturação urbana desse município a partir da instalação de um complexo industrial e dos paradoxos urbanos que surgiram a partir desse processo. Para o seu desenvolvimento, foram utilizados dados coletados por meio de formulários aplicados aos domicílios urbanos, dados censitários e informações coletadas no município. A pesquisa demonstra incoerência de dados sobre urbanidade, questiona as proposições do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE e conclui que Barcarena ainda é uma “cidade da floresta”, por conservar uma cultura e economia fortemente relacionada à floresta, e que Vila dos Cabanos é uma “cidade na floresta”, por apresentar funções logísticas fortemente ligadas ao exterior e desvinculadas da floresta.

  15. Estrutura de uma floresta brejosa em substrato turfoso, Sul de Santa Catarina, Brasil Structure of a swamp forests on peat substrates, south of Santa Catarina, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Martins

    2013-04-01

    Full Text Available Objetivou-se descrever a diversidade e a estrutura do componente lenhoso de uma floresta brejosa em substrato turfoso no sul do Estado de Santa Catarina, correlacionando dados florísticos com variáveis ambientais. Indivíduos com DAP ≥ 5 cm foram amostrados em 100 parcelas de 10 x 10 m em um quadrado permanente de 1 ha. As variáveis ambientais foram classificadas em topográficas, químicas e texturais do solo e de luminosidade. Correlações espécie-ambiente foram obtidas por Análise de Correspondência Canônica (CCA. Comparações florísticas foram realizadas por análise de agrupamento (UPGMA e análise de correspondência. A diversidade específica foi considerada baixa, pois foram amostradas apenas 26 espécies. A CCA evidenciou que as variáveis ambientais mensuradas possuem pouca influência na distribuição das espécies, ressaltando assim sua adaptação ao ambiente anóxico, fortemente limitante. Dados de similaridade demonstraram que o substrato turfoso age como um filtro ambiental adicional, além do estresse hídrico, na composição de espécies nas formações turfosas/brejosas.This study aimed to describe the diversity and structure of woody vegetation of a swamp forests on peat substrate in the southern state of Santa Catarina, correlating floristic data with environmental variables. Individuals with DBH < 5 cm were sampled in 100 plots of 10 x 10 m in one hectare squared plot. Environmental variables are classified in topographical, chemical and soil texture and light availability. Species-environment correlations were obtained by Canonical Correspondence Analysis (CCA. Floristic comparisons were performed by cluster (UPGMA and correspondence analysis. Diversity was considered low because of the occurrence only 26 species in the whole sample. The CCA revealed that the measured variables have little influence on the distribution of species, highlighting the adaptation of these strong limiting environment. Similarity

  16. Aves de fragmentos florestais em área de cultivo de cana-de-açúcar no sudeste do Brasil Birds of forest fragments in area of sugar-cane crops in southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Augusto Piratelli

    Full Text Available Foi estudada a avifauna de quatro fragmentos florestais em uma área de cultivo de cana-de-açúcar na região de Campos dos Goytacazes, norte do estado do Rio de Janeiro. A dieta básica e a estrutura das guildas tróficas foi determinada. O estudo foi realizado de outubro de 2000 a julho de 2001, utilizando-se capturas com redes ornitológicas, registros visuais e auditivos e análise de fezes. Quarenta e quatro espécies foram registradas e agrupadas em oito guildas tróficas (insetívoros, granívoros, carnívoros, frugívoros, piscívoros, nectarívoros, onívoros e detritívoros. Estas espécies foram também subdivididas em guildas mais específicas, associadas a seus hábitats. Algumas espécies apenas sobrevoaram os fragmentos, como Egretta thula (Molina, 1782, enquanto outras foram consideradas residentes, como Manacus manacus (Linnaeus, 1766. Algumas, como Amazona amazonica (Linnaeus, 1766, somente utilizaram os fragmentos para repouso noturno. Espécies pequenas de sub-bosque provavelmente não se deslocaram entre fragmentos, dada a relativa grande distância entre eles. Predadores como Rupornis magnirostris (Gmelin, 1789 utilizaram tanto os fragmentos quando as áreas abertas e canaviais em seu entorno. Estes fragmentos estão em situação crítica, abrigando principalmente espécies generalistas e/ou especialistas de bordas; porém ainda são utilizados de alguma forma por espécies de interesse ecológico, como Rhynchocyclus olivaceus (Temminck, 1820 e A. amazonica.Birds of four forest fragments in areas of extensive sugar-cane plantation were studied in Campos dos Goytacazes, northern Rio de Janeiro State, Brazil, from October 2000 to July 2001. The basic diet of sampled species and their trophic guild allocation were determined. The study was carried out by means of capture with mist nets, visual and auditive records and analysis of faeces. Forty-four species were recorded and grouped in eight trophic guilds (insectivores

  17. Determinação do comprimento ótimo de transectos para estimativa de necromassa florestal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Jeton Cardoso

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar diferentes comprimentos de transecto para determinação da necromassa florestal caída sobre o chão. Os dados são provenientes de transectos de 10 metros, medidos durante o teste de metodologia do Inventário Florestal Nacional na Amazônia, Cerrado e Caatinga, e no inventário em Santa Catarina, representando Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional Decidual. O comparativo do coeficiente de variação, para transectos de 10 a 150 m indica que as maiores alterações desse estimador ocorrem no intervalo de 10 até 50 m, estabilizando-se a partir deste comprimento. A adoção de transectos de 10 m nas tipologias avaliadas é recomendável, pois com este comprimento ocorre uma redução de 35% na distância total de caminhamento em relação aos transectos de 20 m, para obter o mesmo erro amostral.

  18. Estudo da regeneração natural de espécies arbóreas em fragmento de Floresta Ombrófila Densa, Mata das Galinhas, no município de Catende, zona da mata sul de Pernambuco.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wegliane Campelo da Silva

    2010-08-01

    Full Text Available O estudo foi desenvolvido no fragmento denominado Mata das Galinhas, situado no município de Catende - PE, na mesorregião da mata pernambucana, mais precisamente na microrregião da mata úmida, a 142 Km da capital, nas coordenadas 8º69'06"S e 35º69'08" W, com altitude média de 199m. O relevo varia, predominantemente, de ondulado a forte ondulado. Os solos predominantes são classificados como latossolo vermelho distrófico e nitossolo vermelho associado ao latossolo. A vegetação é de Floresta Ombrófila Densa. Neste estudo, objetivou-se avaliar a regeneração natural de espécies arbóreas no fragmento florestal e verificar a diversidade e a estrutura das espécies no mesmo. Para a estimativa da regeneração natural das espécies arbóreas, foram locadas, de forma sistemática, 16 subparcelas de 25 m² (5 x 5 m, no centro de 16 unidades amostrais permanentes de 250 m2 (10,0 x 25,0 m, para o estudo da fitossociologia da comunidade arbórea adulta, com um distanciamento de 50 m entre si. O nível de inclusão foi de CAP < 15 cm, e a medição de altura (h foi dividida em classes, em que a classe 1 contemplou indivíduos com 1,0 < h < 2,0 m, a classe 2 com indivíduos 2,0 < h < 3,0 m e a classe, 3 indivíduos com h > 3,0 m. Foram realizados os cálculos da suficiência amostral e da diversidade. No fragmento, foram amostrados 194 indivíduos, pertencentes a 31 famílias botânicas e a 60 espécies arbóreas. Destas, 42 foram identificadas em nível de espécie; 4,em nível de gênero; 2, em nível de família; e 2, indeterminadas. As dez espécies com maiores valores para regeneração natural Total da População Amostrada (RNT representaram 53,78%, estando assim distribuídas: Brosimum discolor Schott (9,98%, Protium heptaphyllum (Aubl. Marchand (9,19%, Eschweilera ovata (Cambess. Miers (8,01%, Thyrsodium spruceanum Benth. (7,0%, Dialium guianense (Aubl. Sandwith (5,44%, Erythroxylum squamatum Sw. (3,32%, Cupania revoluta Rolfe (3

  19. Culicidae (Insecta: Diptera em área de Floresta Atlântica, no Estado do Paraná, Brasil = Culicidae (Insecta: Diptera in areas of Atlantic Forest, Paraná State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Félix do Anjos

    2008-01-01

    Full Text Available A alteração da paisagem natural pode gerar mudanças que favorecem odesenvolvimento e proliferação de determinadas espécies de Culicidae, em detrimento de outras que se deslocam para outros locais ou são extintas. Baseando-se nestas mudanças, algumas espécies podem ser utilizadas como bioindicadores do grau de degradação ambiental. O presente estudo tem como objetivo analisar a composição e riqueza deCulicidae, em dois ambientes em área de Floresta Atlântica, e avaliar se as espécies encontradas indicam o grau de preservação dos fragmentos estudados. As coletas foram realizadas em dois ambientes, denominados Carvalho e Trilha, em área de Floresta Atlântica(Mananciais da Serra, no Estado do Paraná - Brasil, nos meses de dezembro/2002 a maio/2003, utilizando-se um aspirador elétrico manual. Foram identificadas 48 espécies de 636 espécimes de Culicidae. A composição taxonômica e riqueza das espécies de Culicidaediferenciaram-se entre os ambientes estudados, provavelmente, influenciadas pelo estado de preservação dos fragmentos florestais. Os maiores valores de riqueza observados no Carvalho, assim como o predomínio das espécies da tribo Sabethini e Kerteszia sugeremreduzida ação antrópica neste fragmento florestal. De modo contrário, a composição das espécies e os menores valores de riqueza observadas na Trilha indicam grau alto de degradação ambiental.Modifications in the landscape can lead to the development and proliferation of some Culicidae species, in detriment of others. As a result, some species may be forced to move to other places or become locally extinct. Based on these changes, some species can beused as bioindicators of environmental degradation. The aim of this study was to assess Culicidae composition and richness in two Atlantic Forest sites (Carvalho and Trilha; State of Paraná, Brazil, and to evaluate whether they can be used as indicators of environmental degradation of these sites

  20. Taquara bamboo control as an alternative to recovery of the Araucaria Forest Controle de taquaras como alternativa para a recuperação da Floresta com Araucária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Roberto Sanquetta

    2010-06-01

    muitas espécies e também o aumento na densidade dos táxons arbóreos. O controle mecânico das taquaras via corte, combinado com a remoção de biomassa e desbastes no sub-dossel, promove o re-estabelecimento de plântulas da maioria das
    espécies, mas cada uma reage de forma diferente, dependendo de seu status sucessional. De modo geral,
    conclui-se que a resposta da floresta a intervenções é muito rápida. No período avaliado, o efeito do controle
    das taquaras sobre a regeneração foi significativo, indicando que as práticas de manejo podem auxiliar a restaurar ecossistemas com este tipo de degradação.

  1. Comparison between abiotic parameters and the forest structure of a forest fragment and an eucalyptus (Eucalyptus saligna Smith abandoned reforestation in the ecological park of Klabin, Telemaco Borba/PR Comparação entre parâmetros abióticos e a estrutura florestal de um fragmento de floresta e um reflorestamento abandonado de eucalipto (Eucalyptus saligna Smith no parque ecológico da Klabin, Telêmaco Borba/PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Antonio Pimenta

    2010-10-01

    ções florestais, sendo uma delas um fragmento florestal secundário e a outra uma área abandonada de reflorestamento com eucalipto, neste trabalho foram avaliados alguns parâmetros abióticos, bem como a estrutura florestal das áreas. Dentre os fatores abióticos estudados estão: temperatura e umidade relativa do ar, compactação, umidade e pH do solo e espessura da serapilheira. Para analisar a estrutura florestal, foram avaliados: cobertura de herbáceas sobre o solo, índice de cobertura do dossel, diâmetro a altura do peito (DAP, área basal (AB e altura das árvores de todas as espécies. Entre os parâmetros analisados, comparando-se as áreas, foram observadas que: a compactação do solo é maior na floresta secundária (0,57 MPa do que no reflorestamento de eucalipto (0,43 MPa; a presença de herbáceas sobre o solo é menor no reflorestamento de eucalipto (17,96% do que na floresta secundária (59,4%; o índice de cobertura do dossel foi de 45,99% para o reflorestamento de eucalipto, enquanto na floresta secundária este valor foi de 61,02%. No entanto, de acordo com o teste de Kolmogorov-Smirnov, a estrutura florestal não é diferente entre as áreas, já que os valores de DAP e altura não diferiram entre o calculado e o observado.

  2. Percepção das paisagens da Floresta Nacional de Canela (RS pelos turistas / Landscapes perception of the of the National Forest of Canela (RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nara Rejane Zamberlan dos Santos

    2012-04-01

    Full Text Available ResumoUm estudo foi realizado com os turistas da cidade de Canela (RS, em quatro períodos do ano (julho-outubro, dezembro e fevereiro, com o objetivo de valorar 22 fotos (substitutos da paisagem da Floresta Nacional de Canela (RS, cuja escala de ponderação era variável de 1 a 5, correspondendo a classes de qualidade da paisagem de muito baixa a muito alta, respectivamente. Os resultados mostram que as mulheres são mais perceptivas do que os homens na análise de paisagens. Os menores valores médios valorados correspondem aos substitutos da classe baixa (2,74 e os mais altos, à classe alta de qualidade da paisagem (4,61. Por meio da Análise de Agrupamento Hierárquico, são observados dois grupos, sendo o primeiro, formado por mulheres de 15 a mais de 70 anos e jovens de 15 a 20 anos, do sexo masculino; e o segundo grupo, pelos demais homens.AbstractA study was carried out with the tourists of the city of Canela (RS, in four periods of the year (July, October, December and February, in order to value 22 photographs (landscape substitutes of the National Forest of Canela (RS, which weighting scale varied from 1 to 5. it was corresponding to very low to very high landscape classifications. The results show that women are more perceptive than men in landscape analysis. The lowest average values given correspond with low –class substitutes (2.74 and the highest with high quality landscapes (4.61. Through hierarchical group analysis were shown two groups, the first formed by women from 15 to over 70 years of age and young men of 15 to 20 years of age and second group by older men.

  3. HETEROGENEIDADE AMBIENTAL E VARIAÇÃO FLORÍSTICO-ESTRUTURAL EM UM FRAGMENTO DE FLORESTA COM ARAUCÁRIA NA COXILHA RICA - SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roni Djeison Ansolin

    2016-01-01

    Full Text Available The present study aimed to verify the relationships between tree species organization and environmental variables in a fragment of Araucaria Forest. To do so, in the locality of Coxilha Rica, in the region called “Planalto Sul Catarinense” region, a total of 50 plots of 200 m2 were allocated in a forest fragment, where all living trees with CAP (circumference at breast height, measured at 1.30 m above ground greater than or equal to 15.7 cm were sampled, measured and identified. Environmental variables related to the terrain, canopy cover and soil chemical and physical properties were obtained for each plot. Phytosociological estimators were calculated and the plots ordinated in function of species abundance by NMDS analyze (Nonmetric multidimensional scalling. Then, the environmental variables were fitted to the produced ordination, being those significant variables (p ≤ 0.01 plotted as vectors. A total of 1,447 individuals, distributed in 69 species were sampled. Myrcia guianensis (Aubl. DC. was the most relative important species (10.43% of IV. Drimys brasiliensis Miers stood out in steeper areas, with higher elevation and with less fertile soils, with greater values of OM, Al and Na. Sebastiania commersoniana (Baill. LB Sm & Downs and others stood out in flat areas, with more fertile soils and low content of OM, Al and Na. We concluded that terrain and soil chemical properties represent an important source of floristic-structural heterogeneity in the study fragment.

  4. Impacto do desmatamento de uma área de mangue no albedo superficial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alexandre Santos Querino

    2013-12-01

    Full Text Available Manguezais são ecossistemas peculiares encontrados nas regiões tropicais. A degradação dos manguezais altera o balanço superficial de radiação, e por consequência o albedo. Para avaliar e comparar o albedo, nesse ambiente foram instaladas duas plataformas de coletas de dados micrometeorológicos no município de Marechal Deodoro, Alagoas, Brasil, no período de outubro de 2004 a outubro de 2005. No mangue nativo (9º42' 18"S; 35º 48' 32" W foram instalados dois piranômetros acima da copa das árvores, e em outubro de 2005, um terceiro dentro do mangue. Na área degradada (9º 36' 38" S; 35º 46' 03" W, os sensores foram posicionados a uma altura de dois metros em relação ao solo. Observou-se que o albedo sobre a floresta de mangue, em geral, é maior em média, 5 pontos percentuais superior em relação à outras florestas tropicais, como por exemplo, a Amazônia. Internamente notou-se que o mesmo não ultrapassou os 13% e seu valor máximo ocorre no horário de menor albedo da copa ≈ 20%, evidenciando a influência da maré. Já na área degradada, o albedo médio foi de 35%, o que implica em uma elevação aproximada de 49% quando substituída a cobertura de floresta natural.

  5. Análise de índices biofísicos a partir de imagens TM Landsat 5 em paisagem heterogênea no Sudoeste da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Tartari

    2015-11-01

    Full Text Available O sudoeste da Amazônia Brasileira é composto por um mosaico de paisagem com transição de campos naturais e floresta ombrófila densa. A bacia do rio Puruzinho, localizada no “Arco do Desmatamento” no interflúvio Purus-Madeira, tem passado por mudança no uso e cobertura da terra. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a variação espacial de índices biofísicos de uma paisagem heterogênea na bacia hidrográfica do rio Puruzinho. O índice de vegetação da diferença normalizada (NDVI, índice de área foliar (IAF, temperatura da superfície, albedo e saldo de radiação da superfície (Rn foram estimados pelo SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land a partir de imagens TM Landsat 5, e analisados sobre floresta densa, campos naturais, área desmatada e área urbana de Humaitá-AM. Todos os índices biofísicos foram significativamente diferentes, considerando o uso e cobertura da terra. Os índices biofísicos apresentaram padrão inverso entre a área urbana e a floresta densa, com menor NDVI, IAF e saldo de radiação e maior temperatura e albedo da superfície na área urbana. Portanto, as variáveis estimadas pelo SEBAL foram adequadas para avaliar o efeito das mudanças no uso do solo sobre as variáveis estimadas e distinguir áreas antropizadas de áreas naturais.

  6. Estrutura florestal em projeto de assentamento, comunidade São Mateus, município de Placas, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Bezerra da Silva Ribeiro

    2013-10-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo avaliar o potencial e a estrutura florestal de uma Floresta Ombrófila Densa de terra firme, da Comunidade São Mateus, município de Placas, Pará. A avaliação foi realizada em dois tipos de ambiente, sendo, um, em Floresta Manejada (FM e, outro, em Floresta Não Manejada (FNM. Foram alocadas 20 unidades amostrais, sendo nove em FM e 11 em FNM. Em cada unidade amostral, os indivíduos foram inventariados em três classes de tamanho (CT: CT1 - 10 cm 50 cm (50 m x 200 m. As formas de utilização de todas as espécies arbóreas registradas foram verificadas por meio de entrevistas com assentados, no comércio, nas feiras livres e no mercado municipal de Santarém. Foram amostrados 472,6 árvores/ha na FM, distribuídas em 134 espécies e, na FNM, 508,0 árvores/ha, distribuídas em 146 espécies. As espécies de maior valor de importância nos dois tipos florestais foram: Licania kunthianamm Hook. f. (Chrysobalanaceae e Mezilaurus itauba Taubert ex Mez (Lauraceae. As espécies que mais se destacaram com diferentes possibilidades de uso foram: Protium cf. heptaphyllum (Aubl. Marchand (Burseraceae, Hymenaea courbaril L. (Fabaceae e Caryocar villosum (Aubl. Pers (Caryocaraceae. Após quatro anos de colheitas, não ocorreu diferenciação estrutural entre FM e FNM.

  7. Efeito de pastagens de inverno e de verão em características físicas de solo sob plantio direto Effect of annual winter and summer pastures on soil physical characteristics, under no-tillage

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvio Tulio Spera

    2006-08-01

    Full Text Available Algumas características físicas de solo foram avaliadas após sete anos (1995 a 2001, num Latossolo Vermelho Distrófico, em Coxilha, RS, em seis sistemas de produção de grãos integrados com pastagens anuais de inverno e de verão e em floresta subtropical. As culturas, tanto de inverno como de verão, foram estabelecidas sob plantio direto. Mediante contrastes, foram comparados os valores das características físicas do solo em cada sistema nas camadas 0-0,05 e 0,10-0,15m. Nos sistemas I e II e na floresta, a densidade de solo e a resistência à penetração foram maiores na camada superficial em relação à camada mais profunda. No sistema II, porosidade total e microporosidade foram menores na camada superficial. O mesmo comportamento das características foi verificado na floresta subtropical para porosidade total e microporosidade. A floresta apresentou densidade de solo e resistência à penetração menores do que a maioria dos sistemas estudados em ambas as camadas, indicando que o solo, sob manejo antrópico, pode sofrer alterações nas características físicas. Os solos sob diferentes sistemas de produção, integrando lavoura e pecuária, apesar de apresentarem indícios de desestruturação, não atingiram níveis considerados críticos.Soil physical characteristics were evaluated, after seven years (1995 to 2001, on a typical Dystrophic Red Latosol located in Coxilha, State of Rio Grande do Sul, Brazil. Six systems integrating crop production with livestock and a subtropical forest were evaluated. Both winter and summer crops were seeded under no-tillage. Cropping systems and soil of different sampling depths were compared using the contrast procedure. In the I and II sistems and in the forest, the soil density and the resistance to penetration increased in the top layer (0-0,05m concerning the deeper layer (0,10-0,15m. In the II system, total porosity and microporosity decreased in the surface. In the subtropical forest

  8. Quantitative analysis of seed rain under natural and artificial perches in the Araucaria Forest Análise quantitativa da chuva de sementes sob poleiros naturais e artificiais em Floresta Ombrófila Mista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Bos Mikich

    2010-06-01

    Full Text Available The objective of this study was to compare the efficiency in terms of number of seeds deposited under natural and artificial bird-perches set in degraded areas of Araucaria Forest. Six experimental units were used, each containing seed traps set under natural perches (NP, artificial perches (AP and under open sky (OS. After 12 months of weekly sampling 26880 zoochoric seeds were collected under AP, 5729 under NP, and only seven under OS. Thus, the presence of perches increases dramatically seed deposition and NP are more or as efficient as AP when the effect of deposition area is taken into account.O objetivo deste estudo foi comparar a eficiência de poleiros naturais e artificiais na deposição de
    sementes em áreas degradadas da Floresta com Araucária. Seis unidades experimentais foram utilizadas, cada qual constituída por coletores de sementes instalados sob poleiros naturais (PN, artificiais (PA e a céu aberto (CA. Após 12 meses de coletas semanais, foram recolhidas 26.880 sementes zoocóricas sob os PA, 5.729 sob os PN e 7 nos CA. Portanto, a presença de poleiros incrementa significativamente a chuva de sementes e os PN são tão ou mais eficientes que os PA quando o efeito da área de deposição é levado em consideração.

  9. Predição da distribuição diamétrica de uma floresta manejada experimentalmente através de um Sistema de Equações Diferenciais Diametric distribution prediction of an experimentally managed forest through a differential equation system

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celso Paulo de Azevedo

    2007-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo principal projetar a distribuição diamétrica da floresta manejada através de um sistema de equações diferenciais de primeira ordem, ajustado para cada tratamento. Os dados básicos foram obtidos no Projeto Bom Manejo (Embrapa Amazônia Oriental/CIFOR/ITTO, na Companhia Florestal Monte Dourado (Jarí, Vitória do Jarí - AP. O delineamento é em blocos ao acaso com três repetições. Os tratamentos são combinações de intensidades de exploração (15%, 25% e 35% do volume total das árvores com mais de 60 cm de DAP com intensidades de desbastes (0%, 30%, 50% e 70% da área basal original. Utilizou-se como controle a floresta não explorada. Na área experimental estão locadas 40 parcelas permanentes de 1,0 ha cada, sendo 36 exploradas e quatro não exploradas. O povoamento foi medido em 1984, explorado em 1985 e remedido em 1986, 1988, 1990, 1994, 1996 e 2004. Foram medidas todas as árvores com DAP ≥ 20 cm. Conquanto esse sistema de equações mantenha a simplicidade de abordagem do problema inerente aos modelos baseados em matrizes de transição, também apresenta sobre estes últimos a vantagem adicional de permitir a obtenção dos valores das variáveis de estado do sistema para qualquer ponto no tempo, não se restringindo a intervalos múltiplos do intervalo original usado na derivação da matriz de transição. Assim, o método foi constatado para diferentes períodos de avaliações e os resultados mostraram que nem os períodos de projeções mais longos (ponto de equilíbrio serão suficientes para restaurar as condições iniciais do povoamento.The aim of this study was to evaluate the prognosis of the diameter structure of an experimentally managed forest, utilizing a system of differential equations of the first order, adjusted for each treatment. The basic data were obtained from the Bom Manejo Projet (Embrapa Eastern Amazon/CIFOR/ITTO, carried out in the Monte Dourado Forest Company

  10. Valor de uso e estrutura da vegetação lenhosa às margens do riacho do Navio, Floresta, PE, Brasil Use-value and phytosociology of woody plants on the banks of the Riacho do Navio stream, Floresta, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Serafim Feitosa Ferraz

    2006-03-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado na mata ciliar do riacho do Navio, Floresta (8º35' 60"S; 38º34'05"W, PE e teve dois objetivos: (a estimar o valor de uso de espécies lenhosas consideradas úteis por moradores do local e (b relacionar o valor de uso das espécies aos seus parâmetros fitossociológicos, estimados a partir de dados de 16 parcelas de 20×30 m, estabelecidas em cinco fragmentos florestais mais bem conservados. Os maiores conhecedores das plantas e seus usos foram considerados informantes-chave e os demais entrevistados integraram a comunidade em geral. Foram identificadas oito categorias de uso: construção doméstica, construção rural, medicinal, alimentação, forragem, tecnologia, energético e outros usos não madeireiros. A vegetação do local foi caracterizada pela presença de Ziziphus joazeiro Mart., Crataeva tapia L., Lonchocarpus sericeus (Poir. DC., Tabebuia aurea (Silva Manso Benth. & Hook. F. ex S. Moore, Geoffroea spinosa Jacq., Schnopsis brasiliensis Engl., Sapindus saponaria L., Albizia inundata (Mart. Barneby & Grimes e Triplaris gardneriana Wedd. Os entrevistados atribuíram usos para 34 espécies entre as quais destacaram-se com maiores valores de uso a T. aurea, com 6,44 para os informantes-chave e 4,10 para a comunidade em geral; Anadenanthera colubrina (Vell. Benan. var. cebil (Griseb Altschul., 4,81 para os informantes-chave e 3,53 para a comunidade em geral e S. brasiliensis, 4,25 para os informantes-chave e 4,47 para a comunidade em geral. O maior número de espécies conhecidas é utilizado para forragem, embora o maior componente do valor de uso total tenha sido as construções rurais. Os parâmetros fitossociológicos estimados não apresentaram correlação com os valores de uso atribuídos às espécies. A importância das formações ciliares foi ressaltada não só para a conservação dos recursos hídricos e para o atendimento das necessidades da comunidade local, mas como garantia de perpetua

  11. Variação do incremento anual ao longo do fuste de Pinus taeda L. em diferentes idades e densidades populacionais.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Martins Andrade

    2010-08-01

    Full Text Available A variação do crescimento anual em diferentes alturas do fuste de Pinus taeda L. foi estudada por meio da análise de tronco em árvores do estrato dominante e médio. Foram coletadas secções transversais ao longo do fuste de 9 árvores-amostra, tomadas na base, à altura do peito (DAP, e após, a cada metro. A amostragem foi constituída de 4 árvores provenientes de Canela, Rio Grande do Sul, em floresta com 17 anos de idade, submetida a um desbaste, e 5 árvores de Ponte Alta do Norte, Santa Catarina, em floresta com 34 anos, submetida a cinco desbastes. Os resultados, expressos na forma percentual do incremento em área basal na posição "i", sobre o incremento em área basal ao nível do DAP, mostraram a forte variação na deposição anual de lenho ao longo do fuste em função da densidade populacional, caracterizando os efeitos da competição e da liberação pela execução do desbaste. Árvores sujeitas à competição mostraram maior crescimento nas partes superiores do fuste, enquanto que árvores sob menor concorrência apresentaram maior crescimento em posições inferiores, facilmente identificadas pela forma e inclinação das curvas de incremento.

  12. Relating LANDSAT ETM+ and forest inventory data for mapping successional stages in a tropical wet forest / Relacionando LANDSAT ETM+ e dados de inventário florestal para mapeamento estádios sucessionais em uma floresta tropical úmida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio G. Gonçalves

    2010-10-01

    Full Text Available AbstractIn this study, we test whether an existing classification technique based on the integration of LANDSAT ETM+ and forest inventory data enables detailed characterization of successional stages in a tropical wet forest site. The specific objectives were: (1 to map forest age classes across the La Selva Biological Station in Costa Rica; and (2 to quantify uncertainties in the proposed approach in relation to field data and existing vegetation maps. Although significant relationships between vegetation hight entropy (a surrogate for forest age and ETM+ data were detected, the classification scheme tested in this study was not suitable for characterizing spatial variation in age at La Selva, as evidenced by the error matrix and the low Kappa coefficient (0.129. Factors affecting the performance of the classification at this particular study site include the smooth transition in vegetation structure between intermediate and late successional stages, and the low sensitivity of NDVI to variations in vertical structure at high biomass levels. ResumoNesse estudo, testamos se uma técnica de classificação existente, baseada na integração de imagens LANDSAT ETM+ e os dados de inventário florestal, permite a caracterização detalhada dos estádios sucessionais em uma área de floresta tropical úmida. Os objetivos específicos foram: (1 mapear classes de idade florestal na Estação Biológica La Selva, na Costa Rica, e (2 quantificar as incertezas da abordagem proposta em relação aos dados de campo e mapas de vegetação existente. Apesar de terem sido detectadas relações significativas entre dados ETM+ e medidas de entropia da altura da vegetação (um substituto para a idade florestal o sistema de classificação testados nesse estudo não se demonstrou adequado para caracterizar a variação espacial em idade em La Selva, como evidenciado pela matriz de erro e o baixo coeficiente Kappa (0,129. Fatores que afetam o desempenho da

  13. INFLUÊNCIA DO MÉTODO DE SAPONIFICAÇÃO DE ÓLEO VEGETAL AMAZÔNICO NA FLOTABILIDADE DA APATITA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Silva de Oliveira

    2014-07-01

    Full Text Available Pesquisas demonstram a viabilidade técnica da utilização de sais de ácidos graxos, obtidos a partir da hidrólise alcalina de óleos provenientes de espécies vegetais amazônicas como coletores em flotação de minérios fosfáticos. No entanto, a necessidade de torná-los solúveis em água através da reação de saponificação, que é feita em alta temperatura e tempo elevado de reação, dificulta a sua aplicação a nível industrial. Nesse sentido, o objetivo principal deste trabalho é avaliar diferentes métodos de saponificação do óleo vegetal extraído da polpa de buriti (Mauritia flexuosa, oriundo da floresta amazônica, analisando a influência do método na flotabilidade da apatita. Nas reações de saponificação variou-se o tempo e a temperatura de reação, a proporção água/álcool e proporção óleo/NaOH. O critério de flotabilidade utilizado foi a microflotação em tubo de Hallimond modificado, com emprego de extensor da altura do aparato para evitar o arraste hidrodinâmico. Os resultados de flotabilidade obtidos apontam como as melhores condições: tempo máximo de reação de 20 minutos, proporção óleo/NaOH de 1:0,3, proporção álcool/água de 1:0 e temperatura de reação de 55 °C.

  14. Atafona e Moinho Henkel. Nova Hartz. RS: estudo sobre o patrimônio material e imaterial

    OpenAIRE

    OLIVEIRA, Kátia Ferreira de

    2009-01-01

    No sul do continente americano, há milhares de anos, os povos da floresta Tropical cultivam a mandioca brava e, a partir dela, produzem a farinha e outros derivados, alimentos essenciais da sua dieta. Em Nova Hartz, na região do vale do rio dos Sinos, antes da indústria calçadista assumir papel de destaque na economia, a produção de farinha de mandioca era a principal atividade econômica. As chamadas atafonas produziam farinha para ser comercializada dentro e fora do Brasil. Contribuíram...

  15. Composição florística de florestas estacionais ribeirinhas no estado de Mato Grosso do Sul, Brasil Floristic composition of seasonal riparian forests in Mato Grosso do Sul state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Ribeiro Baptista-Maria

    2009-06-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivos caracterizar a composição florística em dois trechos de floresta estacional semidecidual associada ao rio Formoso, Bonito, MS, e em três trechos de florestas estacionais deciduais e semideciduais associadas aos rios Salobra, Salobrinha e Perdido ocorrentes no Parque Nacional da Serra da Bodoquena (76.481 ha - única unidade de Conservação Federal de Proteção Integral implantada no Estado de Mato Grosso do Sul. O levantamento florístico foi realizado mensalmente entre o período de outubro/2004 a março/2006, onde foram coletadas fanerógamas em fase reprodutiva (flores e frutos, através do método de tempo de avaliação. O levantamento florístico resultou em 56 famílias, 184 gêneros e 307 espécies. Do total das espécies, 68% apresentaram hábito arbóreo, 17% arbustos, 14% foram lianas e apenas 1% palmeiras. A família Fabaceae (Leguminosae, representada por 51 (16,6% espécies, foi a de maior riqueza. Os resultados obtidos neste trabalho contribuíram para o conhecimento da flora sul-mato-grossense e sua distribuição geográfica, reforçando a necessidade de conservação destas matas ribeirinhas e fornecendo subsídios para os planos de restauração das áreas degradadas do entorno da unidade de conservação e das áreas de proteção permanente (APP's dos rios ocorrentes na região.This study aimed to characterize the floristic composition in two stretches of seasonal semideciduous forest associated with the Formoso River, Bonito, Mato Grosso do Sul State, and in three stretches of seasonal deciduous and semideciduous forests associated with the Salobra, Salobrinha and Perdido rivers in Bodoquena Plateau National Park (76,481 ha - the only Federal Conservation unit with Integral Protection in the state of Mato Grosso do Sul. The floristic survey was carried out monthly from October/2004 to March/2006, where flowering and fruiting phanerogams were collected by the method of evaluation

  16. Composição florística de trechos florestais na borda sul-amazônica Floristic composition of forest patches in Southern Amazonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Macedo Ivanauskas

    2004-09-01

    Full Text Available Este estudo apresenta a composição florística de trechos de uma faixa de vegetação de transição existente na região centro-leste do Estado de Mato Grosso, mais precisamente no município de Gaúcha do Norte (13° 10'S e 53° 15' O, onde dá-se o contato entre a Floresta Ombrófila e a Floresta Estacional. O levantamento florístico foi realizado em março de 1999 e bimestralmente a partir de agosto de 1999 até março de 2001, em excursões com duração média de 5 dias, por meio de caminhadas na borda e no interior de florestas, sendo coletadas fanerógamas em fase reprodutiva. Também foram incluídas amostras vegetativas de espécies arbustivo-arbóreas, que não floresceram ou frutificaram durante o período de amostragem, amostradas em 3ha destinados ao levantamento fitossociológico. O levantamento florístico resultou em 72 famílias, 168 gêneros e 268 espécies. Do total de espécies, 66% apresentaram hábito arbóreo e 18% foram lianas. As ervas e arbustos praticamente restringiram-se às áreas de borda ou clareiras, somando 13%. Já a flora epifítica mostrou-se pouco expressiva (1%, quando comparada ao restante da Amazônia, em conseqüência do clima regional mais seco. Hemiepífitas, parasitas e palmeiras constituíram o percentual restante. Constatou-se que 39 espécies amostradas em Gaúcha do Norte ainda não haviam sido depositadas em herbários que mantém coleções representativas da flora matogrossense, enfatizando a carência de coletas nas áreas florestais do Estado.This paper shows the floristic composition of forest patches in a zone of transition vegetation which exists in the central-east region of Mato Grosso state, more specifically in the municipality of Gaúcha do Norte (13° 10'S and 53° 15' W where it connects the tropical rain-forest and the seasonal forest. The floristic survey was performed in March 1999 and bisemesterly from August 1999 to March 2001 (during excursions of an average of five days

  17. O crescimento da Nectandra megapotamica Mez., em floresta nativa na depressão central do Estado do Rio Grande do Sul The growth of the Nectandra megapotamica Mez., in natural forest in the central depression of the State of the Rio grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helio Tonini

    2003-02-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado com o objetivo de estudar o crescimento em diâmetro, volume comercial, fator de forma comercial e incremento corrente anual do volume comercial em porcentagem (ICA% para duas árvores dominantes de canela-preta (Nectandra megapotamica, em uma Floresta Estacional Decidual, localizada no município de Santa Maria na depressão central do Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram obtidos mediante análise de tronco e as tendências de crescimento em diâmetro, volume comercial, fator de forma e ICA%, foram ajustados com a utilização dos modelos de Mitscherlich & Sontag (1982, Backman (1943, Richards (1959, e um modelo parabólico do segundo grau. O ajuste dos modelos indicou que, para as variáveis diâmetro e volume comercial, o melhor modelo foi o de Mitscherlich & Sontag, para a árvore 1,sendo que, para a árvore 2, o modelo de Richards apresentou melhor ajuste. Para o incremento corrente anual do volume comercial em porcentagem, o melhor modelo foi o de Backmam, sendo o modelo parabólico, o de melhor ajuste para o fator de forma comercial.This work was carried out with the objective of studying the growth in diameter, commercial volume, form factor, mean annual increment of the commercial volume in percentage for two dominant trees of Nectandra megapotamica, in a Decidual Seasonal Forest, located in the municipal district of Santa Maria in the central depression of the State of Rio Grande do Sul, Brazil. The data were obtained from stem analysis and the growth trend in diameter, commercial volume, form factor and mean annual increment of the commercial volume in percentage, were fitted using the models of Mitscherlich & Sontag (1982, Backman (1943, Richards (1959, and a second degree parabolic model. The adjustment of the models indicated that for the diameter and commercial volume, the best model was that one from Mitscherlich & Sontag, for tree number one and for tree number two, the Richard's model

  18. PSICAMB: perfil de afinidade ecológica: um estudo sobre os indicadores da postura perante a natureza = Ecological affinity profile: a study on indicators of positions towards nature = Perfil de la conectividad ecológica: un estudio sobre los indicadores de posicionamiento frente a la naturaleza

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa, Daniele da Costa Cunha Borges

    2015-01-01

    Full Text Available O presente estudo teve o objetivo de propor indicadores de um perfil de afinidade ecológica, avaliar sua relação com a importância dedicada à floresta amazônica e com a consideração do efeito das ações humanas na natureza. Participaram deste estudo 345 sujeitos, de ambos os sexos, com idade superior a 18 anos, das cidades de Manaus – AM e Ceres – GO. Os instrumentos deste estudo são compostos por escalas, que mediram dimensões cognitivas e afetivas na relação com a floresta amazônica e com a natureza no geral. Para análise dos dados foram realizadas análises fatoriais exploratórias, regressões e análises de estrutura de similaridade. Os resultados indicaram que ao avaliar as relações de afeto para com a natureza, as crenças em relação ao ambiente natural e a consideração de consequências futuras é possível identificar uma estrutura que engloba um perfil de afinidade ecológica e um perfil utilitarista

  19. Fauna invertebrada e atributos físicos e químicos do solo em sistemas de integração lavoura-pecuária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irzo Isaac Rosa Portilho

    2011-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do sistema de integração lavoura-pecuária (ILP nos principais grupos da macrofauna invertebrada do solo e a relação destes organismos com os atributos físicos e químicos do solo. Foram comparados: sistema de manejo convencional, sistema integração lavoura-pecuária, sistema plantio direto, pastagem cultivada continuamente e fragmentos naturais de Cerrado e de floresta semidecídua. O experimento foi conduzido em Dourados, MS, em um Latossolo Vermelho distroférrico típico, disposto em faixas. A maior densidade, riqueza e diversidade das famílias foi observada no sistema de ILP, em plantio direto, e no sistema em pastagem cultivada continuamente. O sistema convencional promoveu maior redução na comunidade dos organismos invertebrados do solo. O sistema de ILP favorece a manutenção da diversidade da fauna invertebrada, a formação dos agregados estáveis e a fertilidade do solo. A família Sthaphylinidae é um potencial bioindicador de qualidade do solo, principalmente na floresta semidecídua e no sistema de ILP.

  20. Physical-chemical characterization of honey of guarana (“Paullinia cupana var. sorbilis” in Alta Floresta, Mato Grosso Caracterização físico-química do mel de guaranazeiro ("Paullinia cupana var. sorbilis" em Alta Floresta, Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio do Nascimento Ferreira

    2009-09-01

    Full Text Available It was determined the physical-chemical characteristics and the pollinic origins of 17 samples of honey from guarana plant cultivation (Paullinia cupana var. sorbilis, produced by Apis mellifera L, Scaptotrigona sp. L and Melipona seminigra sp honey bee species in Alta Floresta, Mato Grosso State, Brazil. Pollinic and physical-chemical analysis were determined, considering the variables humidity rate, free acidity, reducing sugar in inverted sugar, apparent sucrose, ashes and solids insoluble in water, comparing the samples to the identity and quality standards established by the local legislation. Means comparisons were made by the Dunnet test at 5% probability. The humidity rate for honey produced by indigenous honey bees – Scaptotrigona sp and Melipona seminigra sp – was high when compared to honey produced by Africanized honey bees, and the levels of reducing sugars for Scaptotrigona sp were low. Any other determinations were accordingly to standards imposed by Brazilian legislation. Through pollinic analysis, it was verified that the pollen from guarana flower was present in all samples of honey, being considered dominant pollen, with 80% of the pollen grain in the samples, showing the apicultural pontential of this species as a honey plant.Objetivou-se com o presente estudo avaliar as características físico-químicas e a origem polínica de 17 amostras de méis oriundos da cultura do guaranazeiro (Paullinia cupana var. sorbilis, produzido no município de Alta Floresta - MT por abelhas das espécies Apis mellifera L, Scaptotrigona sp. L e Melipona seminigra sp L. Foram realizadas as análises físico-químicas e polínicas, tendo como variáveis os teores de umidade, acidez livre, açúcares redutores em açúcar invertido, sacarose aparente, cinza e sólidos insolúveis em água, comparando-se as amostras aos Padrões de Identidade e Qualidade (PIQ estabelecidos pela legislação vigente. As comparações das médias foram

  1. Orthogonal cutting forces in juvenile and mature Pinus taeda wood Forças de corte ortogonal na madeira juvenil e adulta de Pinus taeda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Gonçalves

    2005-08-01

    Full Text Available The distinct characteristics of juvenile and mature woods, which are observed particularly in softwoods, have an influence on processing due to their different mechanical resistance properties in relation to cutting operations. In the past, when most of the wood used industrially came from adult trees of natural forests, little importance was given to a distinction between different zones of the tree stem. At present, however, as the supply of mature trees with large diameters from native forests is constantly decreasing, the use of short-cycle trees has become a common practice, through the adoption of species that grow relatively fast, such as pines and eucalyptus. In both softwoods and hardwoods, juvenile wood cells are generally smaller and thinner than in mature wood, and this reflects on their density and mechanical resistance, which should have an effect on the cutting forces developed during processing. The main object of this research was to evaluate orthogonal cutting forces in juvenile and mature Pinus taeda woods. Cutting force magnitude differences were observed for those two regions of the trunk, with parallel cutting forces being 33.4% higher, on average, at the mature wood region for 90-0 cutting, and 12% higher for 90-90 cutting. This result is consistent with the distinct anatomical structures of the material, since the forces developed during machining depend directly upon its properties.As características distintas dos lenhos juvenil e adulto, existentes principalmente na formação das coníferas, influenciam na usinagem devido às diferentes propriedades de resistência mecânica ao corte. No passado, quando a maior parte da madeira utilizada industrialmente era proveniente de árvores adultas de florestas naturais, pouca importância era dada à diferenciação de zonas no tronco. Atualmente, no entanto, com o decréscimo constante do suprimento de árvores adultas de grandes diâmetros, provenientes de florestas nativas

  2. ASPECTOS DA BIOLOGIA REPRODUTIVA DE Drimys brasiliensis Miers (WINTERACEAE EM FLORESTA OMBRÓFILA MISTA, SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Mariot

    2014-01-01

    Full Text Available Drimys brasiliensis Miers, locally known as “cataia” or “casca-de-anta”, is a native tree of “Floresta Ombrófila Mista”, in Brazil. Its bark has been used for medicine, through the exploitation of plants of natural populations. The present work aimed to study aspects of reproductive biology of Drimys brasiliensis in order to establish strategies for sustainable management and conservation, in order to generate alternative income from the exploitation of this non-timber forest product. Studies about reproductive phenology (296 plants during 2 years and a half, pollination and dispersal ecology, and floral biology were realized. The flowering season occurred the summer, with its peak in January. There are unripe fruits throughout the year, becoming ripe fruits as the temperature increases. There is a superposition of unripe and ripe fruit phenology from different flowering seasons. Ripe fruits are then, available for animals throughout the year. Hymenopteras are flower visitors with major potential for gene flow via pollen, but their frequency is low, like others flowers visitors, despite the high flowers production and pollen viability. Therefore, the highest fruit production which was seen comes from self-fecundation. The primary fruit dispersers are rare, birdsbeing observed. However, the secondary dispersal of seeds that reach the ground by barocory is high.

  3. Prevalence of asthma in schoolchildren in Alta Floresta- a municipality in the southeast of the Brazilian Amazon.

    Science.gov (United States)

    de Farias, Márcia Regina de Col; Rosa, Antonia Maria; Hacon, Sandra de Souza; de Castro, Hermano Albuquerque; Ignotti, Eliane

    2010-03-01

    To analyze the prevalence and symptoms of asthma in students of the Brazilian Amazon municipality of Alta Floresta-MT. Cross-sectional study on the prevalence of asthma in 6 and 7 year-old children and 13 to 14 year-old adolescents, using the Study of Asthma and Allergies in Childhood - ISAAC method, phase I in 2007. Students who answered affirmatively question 2 - "presence of wheezing in the past 12 months" were considered asthmatic. Of the total 2,071 students, 1,072 (51.7%) were children and 999 (48.3%) were teenagers. The prevalence of asthma was 21.4% among schoolchildren, and 12.4% among adolescents (chi2 = 29.29; rho = 0.00). Children presented a higher prevalence than adolescents of the following asthma symptoms: wheezing sometime in life (49.9%), wheezing in the past 12 months (21.4%), 1 to 3 wheezing attacks in the past 12 months (16.4%), and dry cough at night (38.2%). Regarding physician-diagnosed asthma, no difference was observed between the two age groups, with a prevalence of around 6.0%. Male schoolchildren presented a higher prevalence of asthma, physician-diagnosed asthma and four or more wheezing episodes in the past 12 months (rho asthma in Latin America among schoolchildren in the 6 and 7 year-old age group.

  4. Caracterização de frutos, sementes, plântulas e germinação de Jeniparana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rejane Maria da Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Gustavia augusta L., conhecida popularmente como jeniparana, é uma espécie arbórea neotropical, que ocorre nas florestas Atlântica e Amazônica. Considerando-se a abundância dessa espécie na floresta Atlântica e a fragilidade e fragmentação desse ecossistema, objetivou-se, com este trabalho, caracterizar seus frutos, sementes, germinação e plântulas, acrescentando informações para subsidiar estudos sobre sua conservação e utilização. Os frutos maduros foram coletados em fragmentos de floresta Atlântica, no município de Paulista, PE. Em seguida, foram realizadas análises morfológicas e biométricas dos frutos, sementes e plântulas da espécie. O fruto de G. augusta é um pixídio globoso, anfissarcídio, pentalocular, indeiscente. A semente é exalbuminosa, estenospérmica, trisseriada, bitegumentada e a massa de cem sementes desse lote foi de 47,95 g. A germinação da espécie é do tipo hipógea, com o tegumento aderido aos cotilédones na fase inicial do crescimento da plântula, que tem início a partir do quinto dia após a semeadura, em condições de laboratório. O tempo médio e o índice de velocidade de germinação (IVG foram de 14 dias e 0,87, respectivamente. A plântula com 40 dias apresenta todas as estruturas, sendo classificada no tipo morfofuncional fanerohipógeo-armazenador (PHR.

  5. Attractivity of omnivore, carnivore and herbivore mammalian dung to Scarabaeinae (Coleoptera, Scarabaeidae in a tropical Atlantic rainforest remnant Atratividade de Scarabaeinae (Coleoptera: Scarabaeidae por fezes de mamíferos onívoros, carnívoros e herbívoros em um remanescente de Floresta Tropical Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno K. C. Filgueiras

    2009-01-01

    Full Text Available In this study, performed in a remnant of Brazilian Atlantic Forest, three types of dung from animals with distinct alimentary habits were utilized, in order to verify possible differences of attractivity of these dungs to the Scarabaeinae and the influence of seasonality in the attractivity. Three habitats were sampled: edge, clearing and forest core, each with 40 pitfall traps. A total of 2,137 beetles were collected from August 2005 to July 2006. Canthidium sp. 1 (43% and Dichotomius sericeus (41% were the most abundant species. From the total number of beetles collected, 80.5% were attracted to human dung, 11% to jaguar dung, 7.8% to waterbuck dung and 0.7% to the control. The species Canthidium sp.1, Canthidium sp. 2, Ateuchus sp., Canthon nigripenne, Canthonella sp. and D. sericeus came to all three bait types. Eight species were found in the baits with human dung, where Canthidium sp.1 (49% and D. sericeus (39% were the most common. A significant difference in attractiveness of the different baits was observed; the highest abundance found in traps baited with human dung (F = 36.59; g.l. = 3; p Nesse estudo, realizado em um remanescente de Floresta Atlântica Brasileira, três tipos de fezes de animais com distintos hábitos alimentares foram utilizados para verificar possíveis diferenças de atratividade dessas fezes por Scarabaeinae e a influência da sazonalidade nessa atratividade. Três habitats foram amostrados: borda, clareira e núcleo da floresta, cada um com 40 armadilhas de queda ("pitfall". Um total de 2137 besouros foi coletado de agosto de 2005 a julho de 2006. Canthidium sp. 1 (43% e Dichotomius sericeus (41% foram as espécies mais abundantes. Do número total de besouros coletados, 80,5% foram atraídos para fezes humanas, 11% para fezes de jaguar, 7,8% para fezes de cobo e 0,7% para o controle. As espécies Canthidium sp.1, Canthidium sp. 2, Ateuchus sp., Canthon nigripenne, Canthonella sp. e D. sericeus foram aos tr

  6. Uso da cromatografia de exclusão por tamanho na caracterização de substâncias húmicas de Latossolo Vermelho-Escuro sob efeito da calagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. A. Silva

    2000-09-01

    Full Text Available Este estudo avaliou o peso molecular estimado (PM e as proporções de frações ácidos húmicos (FAH e frações ácidos fúlvicos (FAF presentes em substâncias húmicas (SH, extraídas com NaOH 0,1 M e resina trocadora de íons, originárias de Latossolo Vermelho-Escuro sob floresta e cultivado com laranja, em áreas com e sem calagem, por meio da cromatografia de exclusão por tamanho de alta eficiência (CETAE. Na calibração do PM com o tempo de retenção de diferentes compostos na coluna cromatográfica, utilizaram-se moléculas de sulfonato de poliestireno de sódio (SPS e acetona. A análise das substâncias húmicas revelou que as FAFs e FAHs dos materiais de solo apresentaram tempo de eluição e, portanto, pesos moleculares muito similares àqueles determinados para os ácidos padrões. Os cromatogramas obtidos mostraram que o uso e o manejo do solo não introduziram mudanças no PM e na relação FAF:FAH das substâncias húmicas. Por outro lado, o método de extração influenciou, de forma marcante, as proporções de FAH e FAF, com mais FAH nos materiais extraídos com a resina trocadora de íons e maiores proporções de FAF nas substâncias húmicas extraídas com NaOH. As proporções de FAF e FAH obtidas por meio do método proposto pela SISH estiveram muito próximas àquelas determinadas com a CETAE, no material húmico extraído com a resina Chelex, demonstrando o potencial desta técnica na determinação do PM e das proporções de FAH e FAF em substâncias húmicas originárias de solos.

  7. Distribution of phlebotomine sandflies (Diptera: Psychodidae of medical importance in Mato Grosso State, Brazil Distribuição de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae de importância médica no Estado de Mato Grosso, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Maria Ribeiro

    2007-10-01

    Full Text Available Intense environmental impacts, causing alterations of the natural habitats of fauna, including those of sandfly disease vectors are observed in Mato Grosso State, Central Brazil. Entomologic survey of phlebotomines was based on light trap and was carried out by entomological nucleus of the FUNASA and SES in the period between 1996 and 2001. Eighty eight species were identified, including the following sandflies with medical importance to leishmaniasis: Lutzomyia amazonensis, L. anduzei, L. antunesi, L. ayrozai, L. carrerai carrerai, L. complexa, L. cruzi, L. flaviscutellata, L. intermedia, L. longipalpis, L. migonei, L. paraensis, L. ubiquitalis, L. whitmani and L. yuilli yuilli. Most sandflies of medical importance occurred in the Amazon forest and savannah. L. longipalpis and L. cruzi had high densities in the savannah region. L. flaviscutellata is predominating in both the Amazon forest and the savannah region. L. whitmani and L. antunesi were sampled in the Amazon forest, savannah and marsh land.O estado de Mato Grosso, Brasil vem sendo grandemente impactado, o que provoca uma alteração no habitat natural da fauna, incluindo-se os vetores das leishmanioses. Foram analisados dados de levantamentos entomológicos realizados pela FUNASA e SES no período de 1996 a 2001. Foram capturados indivíduos pertencentes a 88 espécies, sendo as de importância para a transmissão das leishmanioses: Lutzomyia amazonensis, L. anduzei, L. ayrozai, L. carrerai carrerai, L. complexa, L. cruzi, L. flaviscutellata, L. intermedia, L. longipalpis, L. migonei, L. paraensis, L. ubiquitalis, L. whitmani e L. yuilli yuilli, as quais foram plotadas no mapa do Estado. A maioria das espécies de importância médica compartilha a vegetação de floresta Amazônica e cerrado. L. longipalpis e L. cruzi possuem altas densidades na região de cerrado. L. flaviscutellata predomina na floresta Amazônica e no cerrado. L. whitmani e L. antunesi foram capturadas na floresta

  8. Botânica econômica, uma ciência importante para a região amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ghillean T Prance

    1988-01-01

    Full Text Available A botânica econômica é uma ciência atualmente muito importante na região amazônica e deve ser adaptada às necessidades regionais. Neste trabalho, são fornecidos dados sobre o banco genético da floresta amazônica, espécies e dados econômicos da floresta de extração, sistemas agroflorestais, aproveitamento de monoculturas, naturais e cultivo das várzeas. É necessário um forte programa de botânica econômica para criar sistemas de uso racionais da floresta amazônica.The important contribution to be made by the science of Economic Botany in today's Amazonia environment is emphasized. Economy Botany must be tailored to the current situation where and uneccesary destruction is taking place. Studies are needed of the gene pool os useful plants and their wild relatives that occur in the forest; of products suitable for extraction from the forest; of agroforest, systems; os natural monospecific stands of such species as Orbignya phalerata and Mauritia flexuosa; and of plants suitable for cultivation on the várzea. The need for a strong programme in Amazonian Economic Bot any is stressed.

  9. A Agricultura Familiar e o Uso dos Recursos Ambientais na Fronteira Sudoeste do Estado de Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heitor Marcos Kirsch

    2011-06-01

    Full Text Available Este trabalho pretende examinar a partir de evidências empíricas, a relação que frequentemente acaba por se estabelecer entre as configurações socioeconômicas de sistemas produtivos da agricultura familiar com os processos de degradação ambiental observados, sobretudo no uso predatório dos recursos naturais nos espaços rurais, considerando-se as concepções e percepções que os agentes sociais atribuem ao ato produtivo e sua relação com o ambiente. O estudo abordado neste artigo é resultado de uma investigação baseada na experiência entre agricultores em unidades de produção familiar no âmbito do município de Pontes e Lacerda, localizado no Vale do Rio Guaporé, região sudoeste do estado de Mato Grosso e que está situada uma localidade de transição entre os biomas do pantanal mato-grossense, o cerrado e a floresta amazônica brasileira, e ainda junto à fronteira hidrológica das bacias do Prata e Amazônica, onde foram entrevistados 27 agricultores em áreas inferiores a 400 hectares.

  10. BIODIVERSIDADE FLORESTAL E PAISAGÍSTICA DO TERRITÓRIO MUNICIPAL DE SELLANO - ÚMBRIA - ITÁLIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ettore Orsomando

    2007-08-01

    Full Text Available O Município de Sellano, situado na Úmbria (Itália, ocupando uma superfície de cerca 86 km² no setor regional central mais oriental junto à fronteira com as Marcas, do ponto de vista florestal se destaca pelo elevado índice de cobertura florestal superior a 60% em relação aos 40% da Úmbria. A biodiversidade florestal é constituída por 7 formações de caducifólias naturais (florestas: de Quercus pubescens, de Ostrya carpinifolia, de Quercus cerris com a associação endêmica denominada Carici sylvaticae-Quercetum cerridis rica em Orquídeas, de Quercus cerris com Quercus pubescens, de Castanea sativa, de Fagus sylvatica, de Salix alba e por um artificialismo (reflorestamentos de Pinusnigra e Pinus halepensis. Tais florestas, voltadas para a exploração econômica, em bom estado de conservação, contornadas por áreas de pastagem, por áreas antrópicas com ocupações humanas, áreas cultivadas e zonas de artesanato caracterizam 11 unidades ambientais paisagísticas do conjunto das 42 tipologias de paisagens da Região Úmbria como um todo: vertentes alto-colinares com florestas de Quercus pubescens ou de Ostrya carpinifolia, às vezes interrompidas por pequenas clareiras de pastagens, de origem secundária, de Bromus erectus; vertentes montanas com florestas de Fagus sylvatica e pequenas pastagens, de origem secundária, de Bromus erectus; áreas rupestres com agrupamentos casmofiticos; vertentes alto-colinares e submontanas, com fraca declividade e recobertas por paleossolos fersialíticos, com florestas mesófilas de Quercus cerris (Carpinion betuli e florestas de Castanea sativa de origem antrópica; relevos alto-colinares com florestas de Ostryacarpinifolia ou Quercus pubescens, às vezes interrompidas por pequenas clareiras de pastagem, de origem secundária, de Brachypodium rupestre; leitos fluviais com florestas meso-higrófilas de Salixalba ou Alnus glutinosa; cimos e vertentes com pastagens de origem secundária de

  11. Fisiologia de espécies florestais da Amazônia: fotossíntese, respiração e relações hídricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Antonio Marenco

    2014-12-01

    Full Text Available A bacia amazônica tem mais de seis milhões de quilômetros quadrados e abriga a maior floresta tropical do mundo, sendo particularmente importante pela sua biodiversidade e pelo seu papel na ciclagem de água e carbono. Fotossíntese, condutância estomática e fluxo de seiva de espécies florestais da Amazônia apresentam variação ao longo do dia seguindo a variação diurna observada na irradiância, temperatura e o déficit de pressão de vapor. Em decorrência da fotorrespiração, cerca de 25% do carbono fixado é retornado para a atmosfera. Os aumentos na concentração de CO2 na atmosfera previstos para as próximas décadas poderão apresentar efeito positivo na assimilação de carbono deste ecossistema florestal. Em comparação à época chuvosa, redução da umidade do solo e aumento no déficit de pressão de vapor (associado à baixa umidade do ar e alta temperatura favorecem o fechamento dos estômatos em detrimento da fotossíntese. Desse modo, em comparação com a estação chuvosa, a fotossíntese líquida é menor no período seco. No geral, na Amazônia as árvores que atingem o dossel da floresta crescem a taxas maiores na época chuvosa. Exceto em anos de menor precipitação, o ecossistema florestal atua como sumidouro de carbono na época chuvosa. Mais estudos são necessários para determinar como e de que forma fatores específicos do ambiente físico influenciam a assimilação de carbono e o crescimento de árvores nos diversos grupos funcionais na Amazônia.

  12. Usos da terra e Áreas de Preservação Permanente (APP na Bacia do Rio da Prata, Castelo-ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Melo Coutinho

    Full Text Available Este trabalho avaliou o uso da terra e identificou Áreas de Preservação Permanente (APPs na Bacia Hidrográfica do Rio da Prata (BRP, município de Castelo-ES, via técnicas de geoprocessamento. A BRP é marcada pela supressão de vegetação nativa, para expansão da fronteira agropecuária. As classes de uso da terra foram vetorizadas por fotointerpretação de aerofotos ortorretificadas. A delimitação das APPs foi realizada a partir de dados de hidrografia e altimetria de cartas topográficas digitais, com respeito às determinações do Código Florestal Brasileiro. A principal forma de uso da terra é a agropecuária (60,84% da área total, composta pela agricultura (30,21% e pela pecuária (30,63%, sendo que a área preservada com floresta nativa é de 36,85%. As APPs representam 55,48% da área total e sua maior parte (50,40% é utilizada para fins socioeconômicos, enquanto a cobertura florestal representa apenas 49,60%.

  13. Análise da florística e estrutura de floresta primária visando a seleção de espécies-chave, através de análise multivariada, para a restauração de áreas mineradas em unidades de conservação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Paiva Salomão

    2012-12-01

    Full Text Available Na Amazônia, vários empreendimentos minerários estão situados em unidades de conservação. A restauração ecológica após a lavra do minério abrange vários atributos. Entre esses, destaca-se a necessidade de o ecossistema restaurado conter um conjunto de espécies-chave de ocorrência no ecossistema de referência e, dessa forma, proporcionar estrutura apropriada de comunidade, além de ser constituído do maior número possível de espécies nativas. Objetivou-se, neste trabalho, analisar um índice fitossociológico e socioeconômico (IFSE, obtido por técnicas de análise multivariada. O modelo envolveu seis variáveis quantitativas (abundância, frequência, dominância, biomassa, valor comercial da madeira e quantidade de produtos florestais não madeireiros e igual número de variáveis qualitativas. Em uma área de floresta ombrófila de 1.321 ha, foram amostradas 315 parcelas de 0,25 ha, em que todos os indivíduos com DAP > 10 cm foram identificados e mensurados. Foram registrados 36.298 indivíduos, distribuídos em 898 espécies, abrangendo 62 famílias. As espécies foram ranqueadas através do índice proposto em três categorias de prioridade fitossociológica e socioeconômica (alta, média e baixa. A adequação da análise fatorial foi determinada pelos testes de Bartlett e KMO. O teste de Bartlett avaliou a significância geral da matriz de correlação a 1% de probabilidade. O teste KMO indicou que as variáveis estão correlacionadas, e o modelo fatorial apresentou nível muito bom de adequação aos dados. O uso de análise multivariada foi estatisticamente validado para o emprego do IFSE. Entre as 898 espécies analisadas, 25 foram selecionadas como prioritárias (categorias alta e média, sendo reconhecidas como espécies-chave. Foi estimada a densidade de plantio dessas espécies para recuperação de áreas mineradas na Amazônia, com condições biológicas e ambientais semelhantes às relatadas neste estudo. A

  14. Análise da composição florística e fitossociológica da floresta nacional do Tapajós com o apoio geográfico de imagens de satélites Analysis of the floristic and phytosociologic composition of Tapajós national forest with geographic support of satellite images

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Del Bon Espírito-Santo

    2005-06-01

    Full Text Available O objetivo desse trabalho foi analisar a distribuição da cobertura vegetal de diversas porções da Floresta Nacional (FLONA do Tapajós (FNT, no Pará, através de atributos florísticos e fitossociológicos apoiados por imagens de satélites, em áreas de floresta primária (FP e floresta secundária (FS. Para isso foram amostrados 35 transectos de 10 m ' 250 m em áreas de FP de alto e baixo platô, incluindo também as áreas alteradas por de corte florestal seletivo de madeira e 29 transectos de 10 m ' 100 m em áreas de FS em vários estágios regenerativos. Em cada um desses transectos foram levantadas informações dendrométricas como DAP (Diâmetro à Altura do Peito, altura total (AT e altura comercial (AC, além de localização dos indivíduos arbóreos dentro das amostras. Os diâmetros de inclusão para as áreas de floresta primária e secundária foram de 10 cm e 3 cm, respectivamente. Foram inventariados 7666 indivíduos (6607 árvores ou arbustos e 1059 palmeiras em uma área amostral de 11,65 ha, distribuídos em diferentes regiões da FNT. Foram identificadas em áreas de FP e FS 190 espécies de árvores, arbustos e palmeiras distribuídas entre 153 gêneros e 46 famílias. Nas FP e FS foi encontrado um índice de diversidade de Shannon-Wiener (H' de 4,44 e 4,09 nits.indivíduos-1, respectivamente, indicando uma alta diversidade biológica para essas duas fitofisionomias. Através de análises multivariadas foi possível concluir que existe uma diferença florística e quantitativa na porção norte, centro e sul da FLONA. As áreas de FS apresentaram uma grande heterogeneidade ambiental, dificultando o processo de agrupamento das suas fases sucessionais. Através desse trabalho foi possível concluir que o apoio das imagens ETM+/Landsat e RADARSAT-1 otimizou o processo de amostragem da FNT e possibilitou a análise espacial das regiões com maior diferenciação florística e fitossociológica da Floresta Nacional

  15. Abundância, Composição e Diversidade de Arctiinae (Lepidoptera, Arctiidae em um fragmento de floresta na Amazônia Oriental em Altamira, PA, Brasil Abundance, Composition and Diversity of Arctiinae (Lepidoptera, Arctiidae in a forest fragment in the Eastern Amazon in Altamira, PA, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Augusto Teston

    2012-03-01

    Full Text Available Este estudo avaliou a fauna de Arctiinae em um fragmento de floresta primária em Altamira, Pará, na Amazônia Oriental brasileira. As mariposas foram amostradas durante dois anos (de agosto de 2007 a julho de 2009, com auxílio de armadilha luminosa. Foram medidos os seguintes parâmetros: riqueza, abundância, constância, índices de diversidade e uniformidade de Shannon (H' e E' e de Brillouin (H e E e o índice de dominância de Berger-Parker (BP. As estimativas de riqueza, foram efetuadas através dos procedimentos não paramétricos, "Bootstrap", "Chao 1", "Chao 2", "Jackknife 1", "Jackknife2" e "Michaelis-Mentem". Foram capturados 466 exemplares pertencentes a 78 espécies de Arctiinae, das quais 12 são novos registros para o Estado. Os valores dos parâmetros analisados para todo o período foram: H'= 3,08, E'= 0,708, H= 2,86, E= 0,705 e BP= 0,294. As comunidades dos meses menos chuvosos foram mais diversas. Os estimadores previram o encontro de 17 a 253 espécies a mais.This study evaluated the Arctiinae fauna in a fragment of primary forest in Altamira, Pará, Eastern Amazonia, Brazil. The moths were sampled during two years (from August 2007 to July 2009 with a light trap. The following parameters were measured: richness, abundance, constancy, diversity and evenness indices (Shannon H ‘and E' and Brillouin (H and E, and dominance index of Berger-Parker (BP. The richness estimatives were made by nonparametric procedures, Bootstrap, Chao 1, Chao 2, Jackknife 1, Jackknife2 and Michaelis-Mentem. Four hundred and sixty-six individuals of 78 species of Arctiinae were captured, of which twelve are new records for Pará State. Values of parameters analyzed for the entire period were: H ‘= 3.08, E' = 0.708, H = 2.86, E = 0.705, and Sp = 0.294. Communities of the less rainy months were more diverse. Estimators predicted an increase between 17 to 253 in species richness.

  16. Riqueza e densidade de aves que nidificam em cavidades em plantações abandonadas de eucalipto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo de Siqueira Pereira

    2015-05-01

    Full Text Available Monoculturas de árvores, como as de espécies de eucalipto, têm substituído florestas naturais, impactando a fauna pela perda de habitat e recursos. Diversas espécies de aves necessitam de ocos em árvores para nidificar. A falta de recursos como cavidades formadas pela degradação da árvore ou locais apropriados para serem criadas cavidades leva a diminuição na abundância das populações destas espécies. Este trabalho tem o objetivo de comparar a riqueza e a densidade de aves que nidificam em ocos em áreas de plantação de eucalipto abandonadas com áreas de vegetação nativa em duas unidades de conservação em Minas Gerais. Em cada tipo de vegetação de cada reserva foram estabelecidos 25 pontos, nas quais foi utilizado o método de contagem por remoção para o levantamento das espécies de aves. A riqueza de espécies de aves de cada área foi estimada por Jackniffe e a densidade foi estimada através do método de máxima verossimilhança; modelos candidatos que poderiam influenciar a abundância das aves foram avaliados utilizando-se o Critério de Informação Akaike (AIC. Os resultados mostraram que a riqueza de espécies foi maior nas áreas de florestas nativas e que a densidade foi significantemente mais alta nas áreas de florestas nativas, e que o tipo de vegetação e a hora do dia influenciam na abundância e detecção das aves. Esses resultados indicam que as plantações de eucaliptos influenciam negativamente a comunidade de aves que nidificam em ocos, provavelmente por causa da falta de cavidades ou de sub-bosque. Plantações de eucaliptos normalmente não substituem as florestas nativas e seu uso deve ser controlado em áreas de conservação.

  17. Novas ocorrências de hepáticas (Marchantiophyta para o estado da Bahia, Brasil New records of liverworts (Marchantiophyta from Bahia State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emilia de Brito Valente

    2006-03-01

    Full Text Available Na Serra da Jibóia, foram registradas 13 espécies de novas ocorrências, sendo oito para a região Nordeste: Bazzania aurescens Spruce, Calypogeia peruviana Nees & Mont., Cephalozia crassifolia (Lindenb. & Gottsche Fulford, Lepidozia cupressina (Sw. Lindenb., Pallavicinia lyellii (Hook. S.F. Gray, Plagiochilla diversifolia Lindenb. & Gottsche, Radula kegelli Gottsche ex Steph. e Riccardia fucoidea (Sw. Schiffin., e cinco espécies referidas pela primeira vez para o Estado: Metzgeria albinea Spruce, Plagiochila gymnocalycina (Lehm. & Lindenb. Mont., P. simplex (Sw. Lindenb., Riccardia amazonica (Spruce S.W. Arnell e Symphyogyna aspera Steph. Para cada espécie são fornecidos comentários taxonômicos, ecológicos e distribuição geográfica mundial e no Brasil, além de indicação de literatura contendo descrição e ilustração. Foram realizadas ilustrações para algumas espécies.In Serra da Jibóia were recorded 13 species of new ocurrence wich are eight species from region Northeastern: Bazzania aurescens Spruce, Calypogeia peruviana Nees & Mont., Cephalozia crassifolia (Lindenb. & Gottsche Fulford, Lepidozia cupressina (Sw. Lindenb., Pallavicinia lyellii (Hook. S.F. Gray, Plagiochilla diversifolia Lindenb. & Gottsche, Radula kegelli Gottsche ex Steph. and Riccardia fucoidea (Sw. Schiffin., and five are recorded for the first time from Bahia, State: Metzgeria albinea Spruce, Plagiochila gymnocalycina (Lehm. & Lindenb. Mont., P. simplex (Sw. Lindenb., Riccardia amazonica (Spruce S.W. Arnell and Symphyogyna aspera Steph. from Bahia, State. For each specie are provided taxonomics and ecological comments, geographical general and in Brazil distribution, and indication of literature with description and ilustration. Some species were ilustrated.

  18. FLORESTAS, ÍNDIOS E SABIÁS: ITINERÁRIOS DOS SÍMBOLOS ROMÂNTICOS DA NACIONALIDADE NA FICÇÃO DE ANTÔNIO CALLADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Idilva Germano

    2016-01-01

    Full Text Available Os romances de Antônio Callado revelam a permanência da vontade de construção nacional, característica dos segmentos letrados desde a independência do país. A literatura contemporânea ainda mantém vivas as angustiadas perguntas sobre o ser nacional e sobre o seu destino feitas por escritores do passado. No plano da ficção, durante o II Império, o romantismo de José de Alencar traduz e dá forma estética a essa necessidade coletiva, valendo-se de um acervo de imagens edênicas e grandiosas, anunciadoras de um privilegiado futuro nacional. Um sé- culo depois de Alencar, diante da crise política instaurada com o golpe militar de 1964, os romances de Antônio Callado retomam os símbolos e imagens românticos, deslocando-os de tal forma a ressignificarem a nova realidade nacional. A análise dos escritos de Callado (particularmente Quarup, Esqueleto na lagoa verde, Sempreviva, A expedição Montaigne e Concerto carioca indica que os símbolos nacionais românticos em sua obra ganham sentidos degradados e tonalidades amargas, à medida que o autor percebe o fracasso do projeto de uma nação autônoma e de uma sociedade justa. Palavra-chave: Imaginário nacional, literatura brasileira, José de Alencar, Antônio Callado.

  19. Alometria e arquitetura de Copaifera langsdorffii (Desf. Kuntze (Fabaceae em fitofisionomias neotropicais no sul de minas gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Malcon do Prado Costa

    2012-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050985729O objetivo deste trabalho foi analisar padrões alométricos e feições arquiteturais de Copaifera langsdorffii em diferentes fisionomias de uma região de tensão ecológica. As fisionomias de floresta, corredor, cerrado e cerrado rupestre foram estudadas nos municípios de Lavras e Carrancas, sul de Minas Gerais, Brasil. Foram estudadas as relações entre diâmetro do tronco, altura, área da copa, grau de deflexão e deslocamento relativo da copa, sendo analisado o grau de semelhança, entre as fisionomias, por meio de regressões e análise covariância. Foi realizada uma análise de componentes principais (PCA com variáveis biométricas coletadas e morfométricas calculadas, para caracterização de grupos mais homogêneos que evidenciem a plasticidade morfológica da espécie e suas diferentes estratégias e investimento em recursos. Como resultado das análises de regressão e covariância, encontraram-se padrões distintos, principalmente entre as fisionomias de floresta e cerrado, das fisionomias de cerrado rupestre e corredor. Um padrão de crescimento com maior investimento em altura na floresta, objetivando a garantia de espaço no dossel, e outro mais ligado ao crescimento horizontal da copa, nas fisionomias de cerrado rupestre e corredor. A PCA apresentou um gradiente de plasticidade morfológica para a espécie. A fisionomia de floresta apresentou maiores valores de altura total, largura de copa e diâmetro do tronco, e a fisionomia de cerrado rupestre mostrou valores mais elevados de grau de deflexão da copa (assimetria. O cerrado e o corredor formaram uma transição entre floresta e cerrado rupestre, no gradiente de feições morfológicas da espécie nas fisionomias.

  20. Estudo da degradação de óleos secativos, em tintas de Amadeo de Souza-Cardoso, Silva Porto e Gustave Courbet

    OpenAIRE

    Pedroso, Joana Cristina Vaz

    2009-01-01

    Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Conservação e Restauro Neste trabalho foi feito o estudo da degradação de tintas de óleo e da influência dos pigmentos e cargas na sua degradação. Os casos de estudo são tintas envelhecidas naturalmente, recolhidas da paleta de Silva Porto, da tela “Floresta Fechada” do pintor Gustave Courbet, e ainda dos tubos de tinta de Amadeo de Souza-Cardoso. Dado a cronol...

  1. A certificação florestal do eucalipto na responsabilidade social: Um estudo de caso no Sudoeste Paulista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Navas Silva

    2013-09-01

    Full Text Available No Brasil, a certificação florestal resultou no aperfeiçoamento do manejo das florestas plantadas, com benefícios sociais, econômicos e ambientais, tendo como principal certificadora o FSC - Forest Stewardship Council. Este trabalho visa evidenciar, através do pilar responsabilidade social e em atendimento aos princípios da FSC, o resultado de um projeto de cunho social de parceria entre comunidade e empresa de base florestal inserida no Município de Capão Bonito/SP/Brasil, a qual gerou ao longo do tempo, como produto não-madeireiro, o mel com certificação orgânica. Foram realizadas entrevistas com a Associação de Apicultores de Capão Bonito a fim de obter uma avaliação do estado atual do projeto e com as instituições envolvidas na execução do mesmo. Atualmente, Capão Bonito tornou-se um dos maiores produtores de mel de eucalipto do Estado de São Paulo e por meio da certificação orgânica o produto apícola está sendo exportado, principalmente para o mercado norte-americano.

  2. DA PRODUÇÃO AO CONSUMO: APROPRIAÇÃO CRIATIVA E CULTURAL NA PAISAGEM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Carrero Cardoso

    2017-10-01

    Full Text Available Os movimentos urbanos de retomada de áreas centrais e pericentrais de grandes cidades, outrora abandonadas e negligenciadas tanto pelo mercado imobiliário como pelo poder público no decurso dos processos de desindustrialização operam, atualmente, a partir de mudanças valorativas, a instauração de novos referenciais estéticos, de estilos de vida e padrões familiares. A aceitabilidade de tais movimentos pelo mainstream produz novos conjuntos de valores sociais e culturais da cidade, que se refletem em mudanças paradigmáticas nas formas de consumo e de apropriação do espaço intraurbano, resultando em transformações significativas para a construção e percepção da paisagem. Jovens profissionais urbanos, categorizados sob o conceito da classe criativa, com frequência tomam a frente nos processos de ressignificação e legitimação simbólica de áreas industriais esvaziadas, o que evidencia a importância e o valor econômico de suas atividades na transição da era industrial para a era da economia do conhecimento, apoiados fortemente no desenvolvimento do setor de serviços e na demanda por produtos com alto teor simbólico e elevado valor econômico. Estabelecem-se assim, as bases para uma forma de intervenção no território impulsionada pelo capital cultural, capaz de promover a transformação radical de uma paisagem urbana de produção em uma paisagem de consumo. Neste trabalho, buscou-se verificar mudanças na paisagem e nas suas formas de fruição, colocadas em marcha no atual processo de requalificação do chamado Quarto Distrito da cidade de Porto Alegre a partir de uma análise do bairro Floresta. Ainda, buscou-se depreender em que medida as práticas criativas sobre determinada área detêm a capacidade de produzir novos valores sociais e econômicos a elementos constituidores da paisagem urbana.

  3. REBANHOS EM ALDEIAS: INVESTIGANDO A INTRODUÇÃO DE ANIMAIS DOMESTICADOS E FORMAS DE CRIAÇÃO ANIMAL EM POVOS INDÍGENAS NA AMAZÔNIA (RONDÔNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Ferreira Vander Velden

    2011-06-01

    Full Text Available Este artigo discute a introdução de animais domesticados de origem européia em aldeias indígenas na Amazônia, com particular atenção aos grupos em Rondônia, em especial os Karitiana, povo de língua Tupi-Arikém que habita o norte daquele estado. Tendo em vista a história da ocupação do território brasileiro, marcada pela grande narrativa das ‘frentes pastoris’, e a recente expansão – material e ideológica – da pecuária pela floresta amazônica, o texto aponta para várias questões referentes à posição desses animais – sobretudo bois – nos universos simbólicos e materiais das populações indígenas, e sugere possibilidades investigativas que interroguem não apenas sobre as experiências já realizadas com a criação animal em aldeias, mas também os desejos e projetos desenhados para que esta seja implantada.

  4. Plant cover and hydrological response in a seasonally dry tropical forest (SDTF = Cobertura vegetal e as respostas hidrológicas em floresta tropical sazonalmente seca (FTSS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Maia de Andrade

    2017-10-01

    Full Text Available The scarcity of information on the processes of rainfall-flow limits understanding of the hydrology of dry regions of the world. In order to minimise the problem, this study was developed to investigate the influence of the characteristics of rainfall events and plant cover on the effective precipitation (Pe in a seasonally dry tropical forest (SDTF in the Northeast of Brazil. The study was carried out in two paired watersheds, one with SDTF under regeneration for 35 years (CR35 and the other under thinned SDTF for 5 years (TC. A historical series of five years (2009-2013 was analysed, with a total of 203 rainfall events, where only those rainfall events that generated a Pe > 1.0 mm were considered. CR35 had a greater number of Pe events (47 than TC (35. Rainfall depth and intensity were the factors that best explained the effective precipitation under both types of vegetation cover. The influence of herbaceous vegetation on the reduction of surface runoff was demonstrated by the smaller runoff depth and the greater potential for soil water storage in the watershed under thinned Caatinga. This fact leads to the conclusion that the technique of thinning is suitable management for Caatinga vegetation, and is capable of promoting the retention of soil water. = A escassez de informações sobre os processos chuva-deflúvio é uma limitação no entendimento da hidrologia das regiões secas do globo terrestre. Buscando minimizar esta problemática, desenvolveuse este estudo objetivando investigar as influências das características dos eventos pluviométricos e da cobertura vegetal na precipitação efetiva (Pe em floresta tropical sazonalmente seca (FTSS, no nordeste do Brasil. O estudo foi realizado em duas microbacias emparelhadas, uma com FTSS em regeneração há 35 anos (CR35 e outra com FTSS raleada há 5 anos (CR. Foi analisada uma série histórica de cinco anos (2009-2013, com um total de 203 eventos pluviométricos, sendo considerados

  5. Estoque e crescimento em volume, biomassa, carbono e dióxido de carbono em Floresta Estacional Semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Agostinho Lopes de Souza

    2011-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estimar o estoque e o crescimento em volume (V, biomassa (B, carbono (C e dióxido de carbono (CO2 em Floresta Estacional Semidecidual no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Foram utilizados dados de inventários do estrato arbóreo (DAP > 5,0 cm, cujas parcelas permanentes foram medidas em 2002 e 2007, em estágios médio (Mata 1 e avançado (Mata 2 de regeneração da vegetação secundária. Com base no inventário de 2002, foram selecionadas espécies que apresentavam maiores percentuais em volume e no mínimo cinco indivíduos para determinar as densidades básicas da madeira e da casca. A média da densidade básica da madeira foi de 0,65 g.cm-3 e da casca, igual a 0,49 g.cm-3. Os estoques e os crescimentos em V, B, C e CO2 foram estimados nos dois estágios, Mata 1 e Mata 2. Pelo fato de as matas se encontrarem em estágios médio e avançado de regeneração, respectivamente, elas apresentavam estruturas, estoques e crescimentos distintos.

  6. Determinação do volume, do fator de forma e da porcentagem de casca de árvores individuais em uma Floresta Ombrófila Aberta na região noroeste de Mato Grosso Determination of bark percentage and volume of individual trees in an Open Ombrophylous Forest in northwest Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chirle Colpini

    2009-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi testar e selecionar modelos que expressam o volume com e sem casca e determinar o fator de forma e a porcentagem de casca para uma área de floresta ombrófila aberta na região noroeste de Mato Grosso. Foi realizada a cubagem rigorosa de 91 árvores para a obtenção do diâmetro, espessura de casca, altura total do fuste e volume sólido. Dez modelos volumétricos foram testados, sendo que para a seleção do melhor modelo foram usadas as estatísticas do coeficiente de determinação ajustado, erro padrão da estimativa, seguida da análise de resíduos e distribuição gráfica dos resíduos. Os modelos selecionados foram validados pela aplicação do teste L&O. O fator de forma médio obtido foi de 0,7424 e 0,7297 com e sem casca, respectivamente. O volume médio de casca foi de 0,4292 m³ (7,45% do volume total. O modelo de Schumacher-Hall foi o que melhor se ajustou aos dados de volumes com e sem casca.This study aimed to test and select models, with and without bark volume, and to determine the form factor and bark percentage of an open ombrophylous forest in northwest Mato Grosso. 91 trees were cubed by obtaining diameter, bark percentage, stem height and solid stem volume. A total of 10 models were tested. Statistical procedures, such as adjusted determination coefficient, residual error and distribution of residuals, were tested. The selected models were validated by the L&O test. The average form factor was 0.7424 and 0.7297, with and without bark, respectively. The average volume of bark was 0.4292 m³ (7.45% of total volume. The Schumacher-Hall model showed the best performance for volumes with and without bark.

  7. Estrutura fitossociológica da vegetação arbórea do Parque Natural Municipal de Santo Ângelo, Santo Ângelo, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Hüller

    2011-12-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado no Parque Natural Municipal de Santo Ângelo (RS, pertencente à Prefeitura Municipal de Santo Ângelo, com o objetivo de avaliar a composição florística e estrutura fitossociológica da floresta, em uma área de 13 hectares. Para tanto, foram utilizadas 12 parcelas de tamanho 10 x 20 m distribuídas sistematicamente na área, nas quais foram medidos e identificados todos os indivíduos com DAP maior ou igual a 10 cm. Os resultados obtidos foram analisados e processados com o uso do programa FITOANÁLISE, calculando-se os parâmetros fitossociológicos de densidade, dominância, frequência, valor de importância, valor de cobertura, índice de diversidade de Shannon H' e índice de Morisita. Foram encontradas 35 espécies, pertencentes a 30 gêneros e 21 famílias, das quais branquilho (Sebastiania commersoniana (Baill. L. B. Sm. & Downs, açoita-cavalo (Luhea divaricata Mart, maria-preta (Diatenopterix sorbifolia Radlk e canela-preta (Nectandra megapotamica Spreng. foram as que apresentaram maior representatividade nos parâmetros fitossociológicos do componente arbóreo desta floresta. As espécies com maior Valor de Importância (VI foram açoita-cavalo (Luhea divaricata Mart com 50,53; branquilho (Sebastiania commersoniana (Baill. com 46,24; maria-preta (Diatenopterix sorbifolia Radlk com 26,93; canela-preta (Nectandra megapotamica Spreng. com 20 e farinha-seca (Machaerium stipitatum Vogel com 16,64. Já na estrutura vertical da floresta, Luehea divaricata apresentou maiores valores no estrato superior e Sebastiania commersoniana Baill. nos estratos médio e inferior.

  8. Estrutura da vegetação em florestas de mangue do estuário do rio Paraíba do Sul, Estado do Rio de Janeiro, Brasil Vegetation structure of the mangrove forest at the estuary Paraíba do Sul river, Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Bernini

    2004-09-01

    Full Text Available A estrutura da vegetação do manguezal do estuário do rio Paraíba do Sul foi analisada pelo método de parcelas, que foram distribuídas na franja e no interior da floresta em dois sítios de estudo. No geral, considerando-se os indivíduos > 1m alt., a altura média variou de 6,3 a 9,9m, o DAP médio de 7,44 a 13,4cm, a área basal média de 14,5 a 35,3m².ha-1 e a densidade média de 1.920 a 3.400 troncos.ha-1. Estes parâmetros estruturais não diferiram, significativamente, entre a franja e o interior da floresta, mas a contribuição de cada espécie variou entre as distintas zonas. Avicennia germinans (L. Stearn. foi a espécie dominante em área basal de indivíduos vivos (60%, seguida de Rhizophora mangle L. (25% e de Laguncularia racemosa (L. Gaertn. (15%. Os resultados obtidos demonstraram que a área de manguezal analisada apresenta melhor desenvolvimento estrutural quando comparada a outros manguezais do litoral fluminense, tais como os encontrados nas Baías de Guanabara e Sepetiba.A structural analysis of the mangrove forest at the Paraíba do Sul river estuary was performed using the stand method. The stands were demarcated in two points both at the forest edge and interior. The results indicate that average height varied from 6.3 to 9.9m; DBH varied from 7.44 to 13.4cm; average basal area varied from 14.5 to 35.3m².ha-1, and average density varied from 1,920 to 3,400 trunks.ha-1 (trees > 1m height. These structural parameters did not differ between the edge and the interior, but the contribution of each species varied between the zones. Avicennia germinans (L. Stearn. was the dominant species (60%, followed by Rhizophora mangle L. (25%, and Laguncularia racemosa (L. Gaertn. (15%. These results demonstrate that the mangroves forest at the Paraíba do Sul estuary has a better structural development than other mangrove sites found in the Rio de Janeiro State (e.g., those mangrove forests located at the Sepetiba and Guanabara

  9. Transport of hazardous materials in the Amazon area; Transporte de produtos perigosos na regiao Amazonica

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Cunha, Wallace de Castro [FURNAS Centrais Eletricas S.A., Rio de Janeiro, RJ (Brazil); Fernandes, Elton; Nassi, Carlos David [Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), RJ (Brazil). Coordenacao dos Programas de Pos-Graduacao de Engenharia (COPPE)

    2008-07-01

    Amongst several exploratory sources of the subject 'hazardous materials transport', it is distinguished: 'the threat to the environment'. This paper presents an exploratory investigation of this subject line in the Amazon region. In view of the diversity of 'existing hazardous materials' and the raised dimension of the oil transport and its derivatives in this context, this paper focused in these products. Regarding to the geographic region, the approach was given to the State of Amazon, considering the amplitude of this State in the Amazon region and the availability of data. Therefore, this work explores and analyzes macro aspects inherent to the State of Amazon pertinent to the oil transport and its derivatives. In the macro context, it is observed the necessity of a higher control in the transport of hazardous materials in the region. The absence of registered data and the unfamiliarity on the risks related to the transport of hazardous materials by authorities and transporters indicate a relative absence of qualification in the region to deal with the monitoring of the transport of hazardous materials. So far, it is not possible up till now to make any evaluation of the environment threats of accidents with transport of hazardous materials in the Amazon region.(author)

  10. Transport of hazardous materials in the Amazon area; Transporte de produtos perigosos na regiao Amazonica

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Cunha, Wallace de Castro [FURNAS Centrais Eletricas S.A., Rio de Janeiro, RJ (Brazil); Fernandes, Elton; Nassi, Carlos David [Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), RJ (Brazil). Coordenacao dos Programas de Pos-Graduacao de Engenharia (COPPE)

    2008-07-01

    Amongst several exploratory sources of the subject 'hazardous materials transport', it is distinguished: 'the threat to the environment'. This paper presents an exploratory investigation of this subject line in the Amazon region. In view of the diversity of 'existing hazardous materials' and the raised dimension of the oil transport and its derivatives in this context, this paper focused in these products. Regarding to the geographic region, the approach was given to the State of Amazon, considering the amplitude of this State in the Amazon region and the availability of data. Therefore, this work explores and analyzes macro aspects inherent to the State of Amazon pertinent to the oil transport and its derivatives. In the macro context, it is observed the necessity of a higher control in the transport of hazardous materials in the region. The absence of registered data and the unfamiliarity on the risks related to the transport of hazardous materials by authorities and transporters indicate a relative absence of qualification in the region to deal with the monitoring of the transport of hazardous materials. So far, it is not possible up till now to make any evaluation of the environment threats of accidents with transport of hazardous materials in the Amazon region.(author)

  11. Variação intraespecífica do lenho de Eugenia uniflora L. em duas diferentes fitofisionomias do complexo vegetacional atlântico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Alves Marques

    Full Text Available Myrtaceae está entre as principais famílias lenhosas da Floresta Atlântica, destacando-se Eugenia L. como o gênero de maior riqueza de espécies na família. Eugenia uniflora L. apresenta grande representatividade em áreas de restinga, seu ambiente natural, e é amplamente cultivada em outras regiões em função da sua importância econômica. Este estudo investigou a anatomia do lenho de E. uniflora, crescendo em duas fitofisionomias do complexo vegetacional atlântico no Estado do Rio de Janeiro. Dezesseis parâmetros anatômicos foram analisados e revelaram que os elementos celulares dos indivíduos de restinga apresentam maior frequência e são mais curtos e mais largos, e os raios mais baixos e largos do que os dos indivíduos crescendo na Floresta Ombrófila Densa. Os resultados mostraram como as condições ambientais influenciam a estrutura anatômica da madeira e indicam variações intraespecíficas da espécie e de seus mecanismos de adaptação e de sobrevivência no complexo Mata Atlântica.

  12. Análise faunística de afídeos (Hemiptera, Aphididae na Serra do Mar, Paraná, Brasil Faunistic analysis of aphids (Hemiptera, Aphididae in the Serra do Mar, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Crisleide Maria Lazzarotto

    2005-06-01

    Full Text Available Foram coletados na Serra do Mar, Paraná, 8134 espécimes de afídeos pertencentes a 87 espécies usando armadilhas amarelas de água durante 13 meses em onze locais com um gradiente altitudinal entre 10 m sobre o nível do mar (s.n.m. e 1000 m s.n.m. A ocorrência e a dominância dos afídeos foram correlacionadas com características ambientais de cada área, principalmente com a altitude, flora local e alterações antrópicas. O número mais elevado de espécimes foi entre 78 m e 555 m s.n.m., sendo a grande maioria das espécies classificada como raras. As espécies consideradas comuns coletadas em todos os locais foram as de hábito polífago e aquelas cujos hospedeiros preferenciais estavam presentes na área, como: Aphis spiraecola, Toxoptera aurantii, Brevicoryne brassicae, Tetraneura nigriabdominalis e Uroleucon ambrosiae. Não foi observada uma relação clara entre os índices faunísticos obtidos com a flora local e a altitude das áreas. As armadilhas colocadas em áreas de transição entre os macro-ambientes de Floresta Ombrófila Densa Atlântica Montana e de Floresta Ombrófila Mista capturaram o maior número de espécies de afídeos.A total of 8,134 aphids belonging to 87 species were collected with yellow pan traps during 13 months in Serra do Mar, Paraná State. Eleven places at different altitudes (-10 m to 1000 m above sea level - a.s.l. were surveyed. The occurrence and dominance of the aphids were related to altitude, local flora, and environmental disruption. The number of specimens was the highest at 78 m and 555 m a.s.l., but most of the species were classified as rare. The common species registered were either polyphagous or had their preferential host plants present in the areas. The species Aphis spiraecola, Toxoptera aurantii, Brevicoryne brassicae, Tetraneura nigriabdominalis, and Uroleucon ambrosiae occurred in all surveyed areas. There was no clear relation between the faunistic data with the environmental

  13. Estudo do Fenômeno da Ilha de Calor na Cidade de Manaus/AM: Um Estudo a Partir de Dados de Sensoriamento Remoto, Modelagem e Estações Meteorológicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Polari Batista Corrêa

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo O fenômeno da ilha de calor (IC na cidade de Manaus foi estudado usando dados de modelagem do clima urbano com o modelo Weather Research and Forecasting (WRF e dados de estações meteorológicas. Foram usados os dados de temperatura da superfície (TS obtidos pelo sensor MODIS do satélite ambiental Aqua, produto MYD11A2 na resolução horizontal de 1 km por um 1 km para o período de 2002 a 2012 na cidade de Manaus para avaliar o processo de urbanização. Foi realizado um estudo de caso com as simulações de TS e de temperatura do ar (TA nos meses de agosto e setembro de 2009 que foram comparadas, respectivamente, com os dados de satélite e de estações meteorológicas. Identificou-se a distribuição espacial da TS na cidade, e as diferenças de TS entre a área urbana e a de floresta e entre a área urbana e de rios foram quantificadas. As diferenças de TS ao longo das faixas de longitude de 60,03° O a 59,97° O e de latitude de 3,09° S a −3,03° S foram analisadas com os dados do modelo WRF e do sensor MODIS. A intensidade da IC estimada com os dados de TA do modelo e de estações meteorológicas foram, em média, respectivamente de 1,87 °C e de 1,80 °C, consistentes com resultados anteriores. Portanto, a TA simulada pode ser usada para fins de estimar a intensidade da IC em Manaus.

  14. Parametri za procena na kvalitetot na polietilenska i na polipropilenska ambalaza i na gumeni zatvoraci nameneti za farmacevtski preparati

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liljana Ugrinova

    2002-03-01

    Full Text Available Napraven e pregled na parametrite za procena na kvalitetot na polietilenska i na polipropilenska ambalaza i na gumeni zatvoraci nameneti za farmacevtski preparati. Za procena na kvalitetot na ispituvaniot materijal bea izvrseni fizicki, hemiski i bioloski ispituvanja spored postapkite dadeni vo Ph. Eur., DIN i spored DIN ISO standardite. Baranjata za kvalitet na ovoj vid ambalaza propisani spored Ph. Eur., DIN i DIN ISO standardite se razlikuvaat vo odnos na predvidenite parametri za fizicki, za hemiski i za bioloski ispituvanja. Isto taka, propisani se i razlicni granici na dozvoleno otstapuvanje na oddelni parametri.

  15. As endemias rurais na Folha SA.22 Belém, do projeto RADAM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario B. Aragão

    1987-12-01

    Full Text Available Utilizando dados sobre as endemias rurais ou seus vetores e os mapas geológico, geomorfológico e de vegetação, foi possível separar áreas onde essas endemias podem ou não ocorrer. A malária não ocorre num tipo de chapada e noutro de várzea. Só estará livre de leishmaniose muco-cutânea a floresta da placínie aluvial. Já a cutânea difusa é restrita a algumas matas de várzea. Os caramujos hospedeiros intermediários da esquitossomose poderão aparecer, depois do desmatamento, em todas as áreas não sujeitas a inundação. A febre amarela tem ocorrido em todas as florestas e até nas matas ciliares das zonas campestres.Using data from endemic diseases from rural areas and their vectors and geologic, geomorphological and vegetation maps it was possible to plot areas where these diseases are possible to occur. Malaria is not found in one type of plateau and in another type of floodplain. Only the floodplains are free of muco-cutaneous leishmaniasis and the diffuse cutaneous form is restricted to some floodplains forest. Snail intermediate host of schistosomiasis can appear, after deforestation, in all areas presently not periodically flooded. Yellow fever has been found in all forest types, including the gallery forest of grasland zones.

  16. Comparison of the Condition Factor of Five Fish Species of the Araguaia River Basin, Central Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Bastos Gonçalves

    2016-06-01

    Full Text Available This study aims to assess the condition factor (K of five fish species (Serrasalmus rhombeus, Psectrogaster amazonica, Loricaria cataphracta, Panaque nigrolineatus and Squaliforma emarginata. Samplings were conducted during the low-water period of 2007 and 2008 using gillnets and minnow traps. All equipments were placed along a stretch of 1000 m at 5 pm and retrieved at 7 am. Collected fish were taxonomically identified, weighed (g and measured (standard length; mm. The fish fitness was assessed by the condition factor (K=W/L³ and compared among groups of tributaries by a Kruskal-Wallis test. From the five species considered, two (S. emarginata and P. amazonica displayed significant differences of the condition factor among the groups of tributaries. The highest values of K correspond to fish located in the headwaters, while lowest values are observed in tributaries located in the floodplain.

  17. Florística e estrutura fitossociológica em floresta ombrófila densa submontana na barragem do rio São Bento, Siderópolis, Estado de Santa Catarina - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.3345 Floristic composition and phytosociological structure in a submontane ombrophilous dense forest at São Bento river dam, Siderópolis, Santa Catarina State - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.3345

    OpenAIRE

    João André Jarenkow; Robson dos Santos; Rafael Martins; Sinara Colonetti; Vanilde Citadini-Zanette; Edilane Rocha

    2009-01-01

    Apresentam-se os resultados de levantamentos florístico e fitossociológico em remanescente de Floresta Ombrófila Densa Submontana circunjacente à barragem do rio São Bento, objetivando fornecer dados primários para ações de restauração e conservação desta formação. A área está localizada no Sul de Santa Catarina, município de Siderópolis. Utilizou-se como área amostral um hectare e foram registrados indivíduos com DAP ≥ 5 cm e quantificados seus descritores estruturais. Foram identificadas 10...

  18. Epífitas vasculares do Parque Estadual de Porto Ferreira, São Paulo, Brasil. Vascular epiphytes from Porto Ferreira State Park, São Paulo, Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriel Mendes MARCUSSO

    2016-12-01

    Full Text Available O Parque Estadual de Porto Ferreira – PEPF já foi alvo de diversos estudos florísticos, contudo, nenhum deles inventariou exclusivamente a flora epifítica vascular. Neste estudo realizamos o levantamento florístico das epífitas vasculares nos diferentes tipos de vegetação desta Unidade de Conservação e comparamos a similaridade florística com outras localidades do interior do Estado de São Paulo, em Floresta Estacional Semidecidual, Cerradão e florestas ribeirinhas. Na área, foram inventariadas as epífitas vasculares nos três tipos de vegetação: Floresta Estacional Semidecidual Aluvial – FESA, Floresta Estacional Semidecidual – FES e Cerradão – CER, através de observações e coletas durante o período de um ano. Foram registradas 66 espécies, 32 gêneros e oito famílias, sendo a FESA (46 espécies o tipo de vegetação que apresentou a maior riqueza, seguido da FES (44 e CER (18. Orchidaceae foi a família mais rica na FESA e FES, enquanto no CER foi Bromeliaceae. A categoria ecológica mais abundante em ambas as áreas foi a das holoepífitas obrigatórias. As comparações da similaridade demonstraram que o CER do PEPF tem maior similaridade florística com o CER de Luís Antônio, situada na mesma bacia hidrográfica, enquanto as áreas de CER a oeste formaram outro grupo, e a FESA e FES demonstraram ter maior similaridade com as florestas de Botucatu. O presente estudo registrou um incremento de 42 espécies de epífitas vasculares para o PEPF, demonstrando a importância de inventários direcionados a determinados hábitos. In Porto Ferreira State Park – PEPF some floristic studies were carried out, although none of them aimed exclusively to the vascular epiphytes. In this study, we carried out the floristic survey of vascular epiphytes in three vegetational types of the PFSP: Seasonal Semideciduous Alluvial Forest – FESA, Seasonal Semideciduous Forest – FES and “Cerradão” – CE, during one year. We

  19. Estrutura da vegetação arbórea de um remanescente ecotonal urbano floresta-savana no Parque do Sabiá, em Uberlândia, MG Tree vegetation structure in an urban forest-savanna ecotone remnant, southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frederico Augusto Guimarães Guilherme

    2007-04-01

    Full Text Available Neste estudo, avaliou-se a estrutura do componente arbóreo de manchas de vegetação correspondentes à Floresta Estacional Semidecidual e dois cerradões, inseridas em um remanescente urbano composto também por uma mancha de mata de brejo. O levantamento compreendeu 1,32 ha, onde todos os indivíduos com perímetro à altura do peito > 5 cm foram amostrados. Registraram-se 141 espécies, distribuídas em 46 famílias botânicas, com diversidade de Shannon de 3,99. Fabaceae apresentou a maior riqueza de espécies no levantamento, corroborando o padrão encontrado em outros estudos sobre o bioma Cerrado. Maprounea guianensis teve os maiores valores relativos de densidade, freqüência e dominância no remanescente. A floresta estacional apresentou a maior riqueza florística e espécies características dessa formação, em comparação com demais pesquisas. Hirtella glandulosa apresentou o maior valor de importância no cerradão 2, o que evidencia a existência de um solo distrófico nessa fisionomia. Características estruturais similares entre o cerradão 2 e a floresta estacional e diversidade florística significativamente maior no cerradão 2 do que no cerradão 1, além da presença de espécies típicas de matas de brejo e floresta estacional no cerradão 2, evidenciavam áreas de transição no remanescente. No cerradão 1 foram registrados poucos indivíduos arbóreos nas menores classes de diâmetro. Isso provavelmente se deva às perturbações antrópicas constantes e variadas, indicando a necessidade de ações preventivas para a conservação e manejo desse patrimônio biológico.The study evaluated the tree component structure of vegetation fragments consisted of semideciduous forest, two woody savannas (cerradão, inserted in an urban forest remnant, also consisting of a fragment of swamp forest. The survey comprised 1.32 hectares, where all trees with ³ 5 cm perimeter at breast height were recorded. A total of 141 species

  20. Recent record of harpy eagle, Harpia harpyja (Linnaeus) (Aves, Accipitridae), in Atlantic forest of Vale do Rio Doce Natural Reserve, Linhares, Espírito Santo, Brazil and implications for the regional conservation of the species

    OpenAIRE

    Srbek-Araujo, Ana C.; Chiarello, Adriano G.

    2006-01-01

    A presente comunicação reporta o registro de um macho adulto de harpia, Harpia harpyja (Linnaeus, 1758), na Reserva Natural da Vale do Rio Doce (RNVRD), região norte do Espírito Santo, em agosto de 2005. A análise deste e de registros históricos da espécie nesta reserva indica a presença de uma população residente na região compreendida pela RNVRD e pela Reserva Biológica de Sooretama. Estas duas reservas, contíguas entre si, compreendem cerca de 46250 ha de Floresta Atlântica de baixada (Mat...

  1. Nuclear analytical techniques applied to the large scale measurements of atmospheric aerosols in the amazon region

    International Nuclear Information System (INIS)

    Gerab, Fabio

    1996-03-01

    This work presents the characterization of the atmosphere aerosol collected in different places of the Amazon Basin. We studied both the biogenic emission from the forest and the particulate material which is emitted to the atmosphere due to the large scale man-made burning during the dry season. The samples were collected during a three year period at two different locations in the Amazon, namely the Alta Floresta (MT) and Serra do Navio (AP) regions, using stacked unit filters. These regions represent two different atmospheric compositions: the aerosol is dominated by the forest natural biogenic emission at Serra do Navio, while at Alta Floresta it presents an important contribution from the man-made burning during the dry season. At Alta Floresta we took samples in gold in order to characterize mercury emission to the atmosphere related to the gold prospection activity in Amazon. Airplanes were used for aerosol sampling during the 1992 and 1993 dry seasons to characterize the atmospheric aerosol contents from man-made burning in large Amazonian areas. The samples were analyzed using several nuclear analytic techniques: Particle Induced X-ray Emission for the quantitative analysis of trace elements with atomic number above 11; Particle Induced Gamma-ray Emission for the quantitative analysis of Na; and Proton Microprobe was used for the characterization of individual particles of the aerosol. Reflectancy technique was used in the black carbon quantification, gravimetric analysis to determine the total atmospheric aerosol concentration and Cold Vapor Atomic Absorption Spectroscopy for quantitative analysis of mercury in the particulate from the Alta Floresta gold shops. Ionic chromatography was used to quantify ionic contents of aerosols from the fine mode particulate samples from Serra do Navio. Multivariate statistical analysis was used in order to identify and characterize the sources of the atmospheric aerosol present in the sampled regions. (author)

  2. Elementos biológicos na configuração do território do rio Doce Biological elements in the River Doce's territory configuration

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Haruf Salmen Espindola

    2008-06-01

    Full Text Available No médio rio Doce, entre 1930 e 1960, as terras de floresta foram ocupadas pela agricultura e pecuária. No início as culturas agrícolas encontraram condições favoráveis para se expandir, mas não suficientes para se consolidar, antes de dar lugar à pecuária, como é comum na história da agricultura brasileira. As terras cobertas pela floresta foram tomadas pelo capim-colonião (Panicum maximum Jacq. var. maximum num ritmo maior que o avanço da atividade humana. A gramínea africana encontrou condições excepcionais para se alastrar, dadas pelo relevo, pelo clima e pelo manejo praticado por agricultores e fazendeiros. As suas características biológicas favoreceram o avanço das pastagens. O capim-colonião não diminui a força dos elementos socioeconômicos, marcados por relações de poder em que o fazendeiro levava nítida vantagem, mas entender sua biologia contribui para a compreensão da configuração do território do rio Doce.At the middle Doce river , between 1930 and 1960, the forest lands had been occupied by agriculture and cattle raising. First, the agricultural cultures had found favorable conditions to enlargement, but not enough for consolidating itself, before giving place to cattle, as it is common in the history of Brazilian agriculture. The lands covered by the forest had been invaded by the capim-colonião (Panicum maximum Jacq. var. maximum in a bigger rhythm than the advance of the human activity. The African grassy found very good conditions to spreading (the relief, the climate and the practices of the farmers. Its biological characteristics had favored the advance of the grass. The capim-colonião does not diminished the force of the socioeconomics elements, marked for power relations where the farmer took clear advantage, but understand its biological aspects contributes for the understanding of the configuration of the territory of the river Doce.

  3. Chromosome studies on Brazilian cerrado plants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Regina Forni-Martins

    2000-12-01

    Full Text Available Cerrado is the Brazilian name for the neotropical savanna, which occurs mainly in Brazilian Central Plateau, composed of herbaceous-subshrubby and shrubby-arboreal floras, both of which are heliophilous, highly diverse and regionally differentiated. Considering species distribution and chromosome numbers, some authors have proposed that the herbaceous-subshrubby flora of the neotropical savanna is quite old, while the shrubby-arboreal flora is derived from forests, a hypothesis that implies higher chromosome numbers in the savanna than in the forest. If, however, chromosome numbers are similar in the cerrado and in forests, both could be similarly old, indicating that bi-directional flow of flora occurred in the past. This paper presents data on chromosome numbers and microsporogenesis for 20 species in 13 families collected in the States of São Paulo, Goiás and Minas Gerais, providing previously unpublished data for Myrcia (Myrtaceae, Luxemburgia (Ochnaceae and Hortia (Rutaceae. Meiosis proved to be normal, indicating regularity in the sexual reproductive process. Chromosome numbers varied from 2n = 18 (Allamanda angustifolia: Apocynaceae to 2n = ca. 104 (Ouratea spectabilis: Ochnaceae, being low (20 Cerrado é a palavra que, no Brasil, designa a savana neotropical, com área nuclear no Planalto Central, constituída de uma flora herbáceo-subarbustiva e outra arbustivo-arbórea, ambas heliófilas, altamente diversificadas e regionalmente diferenciadas. Considerando a distribuição de espécies e de números cromossômicos, alguns autores propuseram que a flora herbáceo-subarbustiva da savanna neotropical seria bastante antiga, enquanto a flora arbustivo-arbórea seria derivada das florestas Atlântica e Amazônica, uma hipótese que implica na ocorrência de números cromossômicos mais altos no cerrado que nas florestas. Porém, se os números cromossômicos forem similares no cerrado e nas florestas, ambos os tipos de formação poderiam

  4. Ecologia da paisagem: mapeamento da vegetação da Reserva Biológica da Serra do Japi, Jundiaí, SP, Brasil Landscape ecology: vegetation map of the Reserva Biológica da Serra do Japi, Jundiaí, SP, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Cardoso-Leite

    2005-06-01

    Full Text Available Foi realizado o mapeamento da vegetação da Reserva Biológica (REBIO Municipal da Serra do Japi, Jundiaí, SP, por meio de fotointerpretação analógica, em escala 1:30.000. O mapa foi digitalizado e transferido para computador pelo sistema de informação geográfica (Idrisi e posteriormente para o programa Corel Draw. Foram identificadas, mapeadas e descritas oito unidades de paisagem (UP sendo três antrópicas (solo exposto, campo antrópico e reflorestamento homogêneo e cinco naturais (floresta estacional semidecidual montana dossel uniforme - microfanerófitos; floresta estacional semidecidual montana dossel uniforme - mesofanerófitos; floresta estacional semidecidual montana dossel emergente; floresta estacional semidecidual aluvial dossel emergente e refúgio montano arbustivo. As unidades naturais somaram 98,46% do total dos 2.071,20 ha da área, indicando que a Reserva vem cumprindo seu papel na preservação do ecossistema em questão. No entanto, como algumas unidades não tem expressiva representatividade na área, e como existe grande extensão de floresta no entorno da Reserva, sugere-se a ampliação e a transformação da mesma em uma unidade que contemple inclusive a visitação pública como forma de auxiliar no processo de conservação. Sugere-se que a área seja transformada em parque estadual, cujo nome poderia ser Parque Estadual da Serra do Japi.It was realized the vegetation map of the Reserva Biológica Municipal da Serra do Japi, at Jundiaí, São Paulo State, by analogical photointerpretation, on the scale 1:30.000. The map was digitized and changed to computer by the geographical information system - Idrisi, and then to the Corel Draw program. Eight landscape units, three anthropic - bare earth, anthropic prairie, homogeneous reforestation, and five natural units - mountainseasonal semideciduous forest with uniform canopy and microphanerophyts, mountain seasonal semideciduous forest with uniform canopy and

  5. Por que Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae forrageia sob alta umidade relativa do ar?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília D. e Silva

    2011-06-01

    Full Text Available Há evidências de que a temperatura do ar e a umidade relativa afetam a atividade de voo de espécies de abelhas sociais Meliponini. Em particular, as espécies grandes do gênero Melipona Illiger, 1806 responderiam de maneira mais estreita à variação na umidade relativa. Neste estudo defende-se o argumento de que a umidade relativa seja uma variável de confusão. Nesta linha de argumentação, também foi analisado o papel da coleta de pólen sobre o ritmo diário de forrageio. A robusta Melipona scutellaris (Latreille, 1811 foi usada como modelo e a atividade diária de voo e de forrageio de pólen foi medida em 12 colônias (4 colônias/hábitat, em três tipos de hábitats, que variam principalmente quanto à pluviosidade, na área de distribuição natural desta espécie (Floresta Pluvial, Floresta Sazonal e Transição Floresta Tropical-Cerrados. A maioria da atividade de voo acontece durante a manhã. A atividade de forrageio das colônias foi mais elevada nas primeiras horas do alvorecer, quando a umidade relativa também era alta, frequentemente associada a picos de coleta de pólen. A atividade de voo decresceu abruptamente durante as temperaturas altas ao redor do meio dia. A relação da atividade de voo com a umidade relativa foi altamente significativa e linear, contrastando com a relação significativa e unimodal com a temperatura. Na relação com o forrageio de M. scutellaris, a umidade relativa se configura como uma variável contingente, em hábitats tropicais úmidos, considerando os padrões diários de variação do microclima e de forrageio de pólen. Este último padrão também sustenta a hipótese de partição temporal de fontes florais de pólen.

  6. Načrtovan porod na domu

    OpenAIRE

    Todorović, Tamara; Takač, Iztok

    2017-01-01

    Izhodišča: Porod na domu je sicer star toliko kot človeštvo, pa vendar v veliki večini srednje in visoko razvitih držav prevladuje mnenje, da so zaradi nepredvidljivosti zapletov porodnišnice najbolj varno okolje za rojevanje. Kljub temu obstaja peščica držav, v katerih je porod na domu integriran v sistem zdravstvenega varstva (npr. Nizozemska, Velika Britanija, Kanada). Pri porodih na domu ločimo nenačrtovane in načrtovane porode na domu, slednje pa lahko nadalje razdelimo še na porode s sp...

  7. Macroalgas de riachos da Floresta Nacional de Irati, região centro-sul do Estado do Paraná, Sul do Brasil Stream macroalgae of Irati National Forest, mid-southern Paraná State, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ciro Cesar Zanini Branco

    2008-06-01

    Full Text Available Estudos florísticos das comunidades de macroalgas lóticas no Brasil são quase que exclusivamente baseadas em material do Estado de São Paulo. Informações sobre macroalgas de riachos são virtualmente ausentes no Estado do Paraná. Considerando a carência de trabalhos sobre estes importantes produtores primários de ambientes lóticos, foi realizado um estudo mais amplo, a fim de conhecer melhor a biodiversidade das comunidades de macroalgas no Paraná. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo realizar o levantamento florístico das comunidades de macroalgas da Floresta Nacional de Irati (Flona de Irati, uma unidade de conservação que protege uma área de Floresta Ombrófila Mista (Mata de Araucária. Os estudos foram desenvolvidos em 11 riachos, através de duas coletas realizadas durante os períodos de 19-21 de julho/2005 e 2-4 de fevereiro/2006. Em cada riacho foi estabelecido um segmento de 10 metros de extensão, no qual foi realizado o exame visual detalhado do substrato a fim de determinar a presença de macroalgas. Além da presença das macroalgas, as seguintes variáveis ambientais foram medidas em cada data de amostragem: temperatura, turbidez, condutividade específica, pH, oxigênio dissolvido, profundidade, nutrientes, cor da água e demanda química de oxigênio (DQO. O levantamento taxonômico resultou na identificação de 23 táxons e mostrou a dominância, em termos de número de táxons, de Chlorophyta sobre as demais divisões. O gênero Phormidium Kützing ex Gomont foi o único representado por mais de uma espécie. De modo geral, a maioria das espécies encontradas na Flona de Irati tem sido reportada em estudos prévios, entretanto, uma parte significativa das macroalgas inventariadas foi formada por táxons de ocorrência rara em riachos brasileiros ou, até mesmo, prováveis novidades para a ciência.Surveys of stream macroalgal communities in Brazil are almost exclusively based on data from S

  8. Tecendo a tradição e valorizando o conhecimento tradicional na Amazônia: o caso da "linha do tucum"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Abreu

    2012-12-01

    Full Text Available O artigo apresenta um estudo de caso na comunidade extrativista Céu do Juruá, no Amazonas, sobre processos de confecção de uma linha a partir das folhas da palmeira do tucum, espécie endêmica da região amazônica. Todo o preparo da linha bem como suas diferentes formas de utilização expressam modos peculiares de sociabilidade e de produção e transmissão de um conhecimento tradicional. A linha e todos os produtos gerados a partir dela são biodegradáveis, não representando riscos para os ciclos de vida na floresta, constituindo uma via para o desenvolvimento sustentável na região. Vivendo num planeta ameaçado pelas sucessivas crises ambientais provocadas pelo modelo de progresso desenvolvimentista, podemos dizer que esses conhecimentos tradicionais transmitidos de geração a geração constituem a expressão de um importante patrimônio cultural.This paper presents a case study which took place in the extractivist community in Céu do Juruá, in the Amazon, about the manufacturing process of a thread from the tucum palm leaves, an endemic specie in the Amazon region. The whole preparation process of the thread, as well as its different forms of use, show peculiar ways of socializing and producing, as well as transmitting traditional knowledge. The thread and all the products made from it are biodegradable and do not pose any risk to the forest life cycles, resulting in a path towards sustainable development in the region. Bearing in mind that we live in a planet threatened by recurring environmental crises as a consequence of the development-oriented model of progress, one could argue that the traditional knowledge bestowed upon the younger generations constitutes a manifestation of important cultural heritage.

  9. Floração, frutificação e síndromes de dispersão de uma comunidade de floresta de brejo na região de Campinas (SP Flowering, fruiting and dispersal syndromes of a wet forest community

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Pozetti Spina

    2001-12-01

    Full Text Available Dados referentes as fenofases de floração e de frutificação, das espécies de uma floresta de brejo, foram analisados quanto à época de ocorrência e suas possíveis variações nos diferentes hábitos. Os dados foram obtidos mensalmente durante o levantamento florístico das plantas vasculares. Foram registrados: o hábito da espécie, a presença ou ausência de flores e/ou frutos, a cor e a textura dos frutos. Os dados de frutificação foram agrupados quanto à deiscência e textura dos frutos, e estes quando secos e deiscentes, foram analisados quanto à presença ou não de arilo ou arilóide, e de mecanismos explosivos de deiscência. Através desta análise as espécies foram classificadas quanto às síndromes de dispersão. Na comunidade a floração e a frutificação ocorreram durante o ano todo com um pico em junho, comum à maioria das espécies. Quando as espécies são agrupadas pelo hábito, são observadas diferenças quanto à época de ocorrência de seus picos de floração e de frutificação ao longo do ano. A síndrome de dispersão mais freqüente foi a zoocoria (75% das espécies, seguida pela anemocoria (27% e pela autocoria (l6%. As espécies arborescentes e arbustivas apresentaram as maiores porcentagens de zoocoria (75% e 57% respectivamente enquanto que, 63% das espécies de lianas apresentaram anemocoria.Flowering and fruiting phenophase data of species from a wet forest community were analyzed. The data were collected monthly during the floristic study. Habit, the presence or absence of flowers and/or fruits, and the color and texture of fruits were registered. Fruiting data were grouped in relation to dehiscence type and texture. When dry and dehiscent the fruits were discriminated by the presence of an aril or arillode or by the explosive dehiscence. By these analyses the species were classified according to their dispersal syndromes. In the community flowering and fruiting occurred during all the year

  10. Diversidade de Trichocomaceae isolada de solo e serrapilheira de Floresta Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Elias Fraga

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo avaliar a diversidade e a sucessão da família Trichocomaceae em áreas com diferentes graus de antropização, denominadas área mais impactada e área menos impactada. O estudo foi realizado no Parque Natural Municipal do Curió, Paracambi-RJ. Foram selecionadas duas áreas, com diferentes graus de alteração antrópica, sendo em cada uma destas delimitado um talhão de aproximadamente 1.000 m², sendo nestes realizadas coletas de terra e serrapilheira para a avaliação da fertilidade e da micobiota. De maneira geral, observa-se que, na área mais impactada, ocorreram os maiores valores de pH, Ca e K. Os maiores valores de serrapilheira aportada, observados nesta área, também contribuem para os maiores valores de K, elemento facilmente lixiviável no material em decomposição. Os maiores valores de Unidades Formadoras de Colônias (UFC no solo e na serrapilheira, 9 × 10(4 e 5,4 × 10(4, respectivamente, foram observados na área mais impactada. Também nesta área foram verificados os maiores valores de Ca no solo e na serrapilheira, o que sugere que esse nutriente pode estar contribuindo para o maior número de UFCs. Para a área menos impactada, os valores de UFC estiveram entre 4 × 10(4 para serrapilheira e 5 × 10(4 para o solo, não sendo observada nenhuma associação clara entre um maior número de UFCs e os teores de nutrientes no solo e/ou na serrapilheira. O número total de fungos isolados foi de 87, pertencentes a quatro gêneros e 22 espécies diferentes, sendo 16 Penicillium spp., quatro Aspergillus spp., um Paecilomyices sp. e um Trichoderma sp. Não foi observada uma clara associação entre as variáveis climáticas e o número de UFCs. O maior número de UFCs foi observado na área mais impactada tanto no solo quanto na serrapilheira. Os maiores teores de Ca quantificados nesta área sugerem que esse nutriente pode estar contribuindo para o aumento das UFCs. O genêro Penicillum

  11. Caracterização de geoambientes da floresta nacional do purus, Amazônia ocidental: uma contribuição ao plano de manejo Geoenvironments of the purus national forest: a contribution to the management plan

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Christo Brandão

    2010-02-01

    Full Text Available A falta de estudos básicos necessários para o plano de manejo vem retardando a implementação efetiva de diversas Unidades de Conservação na região amazônica. Neste trabalho, interpretações de imagens orbitais e semiorbitais aliadas a trabalhos de campo foram utilizadas para a caracterização geoambiental da Floresta Nacional (FLONA do Purus. Através da geração de mapas temáticos, criou-se uma base digital georreferenciada que constitui a primeira plataforma para o SIG da FLONA. Foram identificados quatro geoambientes principais: Platôs Dissecados com Mata sobre Latossolos e Argissolos; Encostas e Rampas com Mata sobre Argissolos; Planícies Aluviais Eutróficas com Neossolos Flúvicos e Gleissolos; e Planícies Aluviais Distróficas com Gleissolos. Os aluviões holocênicos na área sob influência do rio Purus são ricos em nutrientes (eutróficos, com influência de sedimentos subandinos. Em contraste, a maior parte da FLONA possui solos extremamente ácidos e pobres em nutrientes (distróficos, formados a partir do intemperismo de sedimentos da Formação Solimões. O manejo dessas áreas deve visar ao incremento do aporte de biomassa na superfície dos solos, aumentando a eficiência da ciclagem de nutrientes pela vegetação, já que a reserva química natural é extremamente baixa.The lack of basic studies for the elaboration of management plans has delayed the effective implementation of conservation units in the Amazon region. In this work, the interpretation of orbital and sub-orbital images, together with field surveys were used for the geoenvironmental characterization of the Purus National Forest (PNF. A georreferenced digital database composed of thematic maps was produced and constitutes the base of a GIS for the PNF. Four geoenvironments were identified and mapped: Dissecated Plateaux with forest vegetation on Latosols and Argisols; Forested slopes on Argisols; Alluvial plains with eutric soils; Alluvial plains

  12. Florística e estrutura da comunidade arbórea de um remanescente de Floresta Estacional Decidual de encosta, Monte Alegre, GO, Brasil Floristic and structure of a seasonal deciduous forest fragment, Monte Alegre, GO, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André R. Terra Nascimento

    2004-09-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo descrever a composição de espécies arbóreas e a estrutura de um fragmento de Floresta Estacional Decidual, na região Nordeste de Goiás, Brasil. Foram levantadas 25 unidades amostrais quadradas de 20x20m, totalizando uma amostra de um hectare, sendo incluídos na amostragem todos os indivíduos com diâmetros iguais ou superiores a 5cm. Foram amostrados 663 indivíduos pertencentes a 52 espécies arbóreas, destacando-se pela densidade as espécies Combretum duarteanum Camb., Casearia rupestris Eichl., Myracrodruon urundeuva Fr. Allem., Machaerium acutifolium Vog. e Tabebuia impetiginosa (Mart. ex DC. Standl. Foram encontradas 21 famílias botânicas, com maior representatividade da família Leguminosae (17 espécies e das famílias Bignoniaceae (4 espécies, Anacardiaceae (3 espécies e Bombacaceae (3 espécies. A vegetação estudada apresentou dossel descontínuo e distribuição diamétrica desequilibrada, com valores do quociente de Liocourt "q" variando de q1= 0,66 a q6 = 0,14. Estes remanescentes florestais desempenham papel importante na manutenção da diversidade biológica e possuem espécies arbóreas madeiráveis de importância econômica, que se tornaram raras em outros locais da região Nordeste de Goiás.The objective of this study was to describe the floristic composition and the structure of the tree layer of a fragment of a seasonal deciduous forest in northeastern Goiás state, Brazil. A sample of 25 (20x20 plots was assessed totaling one hectare. All individuals for 5cm dbh were included in the survey. A total of 663 trees in 52 arboreal species was found; the most abundant species were Combretum duarteanum Camb., Casearia rupestris Eichl., Myracrodruon urundeuva Fr. Allem., Machaerium acutifolium Vog. and Tabebuia impetiginosa (Mart. ex DC. Standl. There were 21 families with a higher proportion of Leguminosae (17 species Bignoniaceae (4 species, Anacardiaceae (3 species and

  13. Geochemistry and Geochronology U-Pb SHRIMP of granites from Peixoto de Azevedo: Alta Floresta Gold Province; Geoquimica e geocronologia U-Pb (SHRIMP) de granitos da regiao de Peixoto de Azevedo: Provincia Aurifera Alta Floresta, MT

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Silva, Fernanda Rodrigues da; Barros, Marcia Aparecida Sant' Ana; Pierosan, Ronaldo; Pinho, Francisco Edigio Cavalcante; Tavares, Carla; Rocha, Jhonattan, E-mail: geologia.fernanda@gmail.com, E-mail: mapabarros@yahoo.com, E-mail: ronaldo.pierosan@gmail.com.br, E-mail: aguapei@yahoo.com, E-mail: carlageologia@hotmail.com, E-mail: geologojrocha@live.com [Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiaba, MT (Brazil). Inst. de Ciencias Exatas e da Terra; Rocha, Mara Luiza Barros Pita; Vasconcelos, Bruno Rodrigo; Dezula, Samantha Evelyn Max, E-mail: marapita1@yahoo.com.br, E-mail: brunovasc@gmail.com, E-mail: samanthadezula@gmail.com [Universidade de Brasilia (UNB), Brasilia, DF (Brazil). Programa de Pos-Graduacao em Geologia

    2014-09-15

    The analysis of petrographic, geochemical and geochronological data of granites in the Peixoto de Azevedo region, Mato Grosso, Brazil, in the eastern portion of the Alta Floresta Gold Province, led to the recognition of two granitic bodies bounded by regional major faults and shear zones. In the northwestern portion a body with featured as biotite granodiorite, coarse-grained, with porphyritic to inequigranular texture, metaluminous to peraluminous, high-K calc-alkaline and magnesium character. In the southeastern portion of the area, a biotite monzogranite coarse-grained, with equigranular to porphyritic texture, slightly peraluminous, high-K calc-alkaline and dominantly of ferrous character. U- Pb dating (SHRIMP) showed that the biotite monzogranite has an age of 1869 ± 10 Ma, similar to the Matupa Intrusive Suite, while the biotite granodiorite has an age of 1781 ± 10 Ma, that is the age expected to Peixoto Granite. Both units show patterns of rare earth elements with enrichment of light over heavy and negative Eu anomaly (La{sub N}/Yb{sub N} » 7.6 to 17.31 and ratios Eu/EU{sup ⁎} between 0.46 – 0.72 for biotite monzogranite and La{sub N}/Yb{sub N} » 7.13 to 29.09 with ratios Eu/Eu{sup ⁎} between 0.25 - 0.40 for the biotite granodiorite). Trace elements pattern for both present negative anomalies of Ba, P, Ti and Nb indicating an evolution from mineral fractionation and subduction related sources. In this paper, it is suggested that the monzogranite Matupa was developed in mature arc tectonic environment. For the Peixoto Granite, two hypotheses are suggested: (a) it was developed in younger magmatic arc environment associated with the Colider Magmatism or (b) it was generated in extensional tectonic environment during the Columbia Super continent break up. (author)

  14. Germinação de sementes de Monzê (Albizia polycephala (Benth. Killip ex Record.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Soares dos Santos

    2015-07-01

    Full Text Available A Fabaceae Albizia polycephala é uma espécie clímax que ocorre naturalmente em florestas ombrófilas e estacionais, com enorme potencial para utilização na restauração de áreas degradadas. Porém há poucas informações na literatura q