Sample records for tubes conduits
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 3 shown.



1

Utilização de valvas homólogas e heterólogas em condutos extracardíacos/ The use of homograph and heterograph valves in extracardiac conduits

Almeida, Rui Siqueira de; Wyse, Richard; Leval, Marc De; Stark, Jaroslav
1988-08-01

Resumo em português O conceito do uso de um conduto extracardíaco para estabelecer uma via de saída, conectando o ventrículo direito com o tronco pulmonar, ou seus ramos, foi desenvolvido na década de 60. Entre 1971 e 1986, 335 pacientes receberam, no The Hospital for Sick Children, de Londres, condutos extracardíacos para o lado direito do coração; 176 destes foram homoenxertos aórticos, preservados em solução antibióticonutriente; 140 heteroenxertos (Hancock, Ross, Carpentier-Ed (mais) wards, lonescu-Shiley e 19 tubos não valvulados. Estes condutos foram usados na correção de defeitos cardíacos complexos. A idade média foi de 6,34 anos e o peso médio, de 17,8 kg. O diâmetro interno dos condutos variou de 8 a 30 mm. A mortalidade hospitalar foi de 29,2% e o seguimento dos sobrevivente teve uma duração máxima de 14,3 anos, sendo que apenas 40% delas foram relacionadas ao conduto extracardíaco. A curva atuarial, livre de obstrução, dos condutos extracardíacos foi significativa, quando se analisaram os homoenxertos, face a cada grupo de heteroenxertos (p Resumo em inglês The concept of using extracardiac conduits, to establish an outflow tract between the right ventricle and the pulmonary artery was developed on the sixties. Between 1971 and 1986, 335 patients received extracardiac conduits for the right heart, at The Hospital for Sick Children, London; 176 were antibiotic preserved aortic homografts (Hancock, Ross, Carpentier-Edwards, lonescu-Shiley) and 19 non-valved tubes. These conduits were used for the repair of complex congenital h (mais) eart defects. The mean age of these groups was 6.34 ± 4.6 years and the mean weight 17.8 ± 10.8 kg. The internal diameter of the conduits varied from 8 to 30 mm. The hospital mortality was 29.2% and long-term follow-up of the survivals had a maximum period of 14,39 years. Sixty patients (17.9%) were submited to 60 reoperations, being only 40% conduit related. The actuarial survival cun/e of freedom from obstruction was significant when analyzed the homografts, without Dacron, versus each group of heterografts (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Reoperações após cirurgia de Bentall-De Bono para ectasia anulo-aórtica/ Re-operations following Bentall-De Bono operation for anulo-aortic ectasia

Kalil, Renato A. K; Garcia-Macedo, Ricardo; Prates, Paulo Roberto; Lucchese, Fernando A; Sant'Anna, João Ricardo; Lara, Raul F. A; Costa, Altamiro R; Daudt, Nestor S; Pereira, Edemar M; Nesralla, Ivo A
1988-08-01

Resumo em português Complicações tardias após substituição da aorta ascendente e valva aórtica pela técnica de enxerto valvulado de Bentall-De Bono podem constituir sério problema cirúrgico. Condutas nestas situações não estão padronizadas. Entre 37 pacientes operados, no período de janeiro de 1976 e dezembro de 1986, ocorreram complicações tardias necessitando tratamento cirúrgico em 5 (13,5%) casos. Alguns deles apresentaram mais de uma alteração. Estas foram: rotura de (mais) válvula biológica (dura-máter), pertuito peritubular na anastomose proximal, pseudo aneurisma em sutura do óstio coronariano esquerdo, deiscência da sutura proximal do tubo, hemólise e endocardite infecciosa localizada no enxerto de Dacron. Um paciente apresentou embolização sistêmica por vegetação. O tratamento cirúrgico consistiu na substituição do enxerto, preservándol e a prótese, nos 2 casos de endocardite infecciosa. As duas biopróteses de dura-máter rotas foram substituídas por próteses metálicas de disco, preservando-se o tubo implantado e abordando-se a prótese através de incisão longitudinal no mesmo. As situações de deiscência de sutura e pseudo-aneurisma foram corrigidas mediante sutura direta dos pertuitos localizados. Ocorreu 1 óbito (20%) no pós-operatório imediato à reoperação, em paciente com endocardite infecciosa por fungo (Aspergillus), decorrente de sangramento incontrolável. Os demais 4 pacientes receberam alta hospitalar, após recuperação sem intercorrências, no 9º dia de pós-operatório, em 3 casos, e no 22º, no caso de endocardite. Como complicação tardia, tivemos 1 caso de persistência do pertuito peritubular em comunicação com o óstio coronariano esquerdo, causando insuficiência aórtica (IAo) e hemólise leve residuais. Houve 1 óbito tardio, por hemorragia, durante procedimento cirúrgico não cardíaco. Complicações relacionadas a infecção, deiscência de suturas, ou degeneração de bioprótese ocorrem com certa freqüência na evolução a longo prazo deste tipo de correção cirúrgica. O tratamento pode ser realizado com risco aceitável e visar apenas à intervenção sobre o defeito apresentado, conservando-se as demais estruturas. É recomendável a utilização de prótese metálica, como primeira opção, para evitar os problemas degenerativos dos materiais biológicos. Resumo em inglês A major surgical problem is imposed when late complications occur in patients submitted previously to aortic root replacement by the Bentall-De Bono technique. During an 11 years period, from January 1976 to December 1986, 37 patients had aortic root replacement with valved conduits and 5 presented late complications (13.5%) requiring a new operation. The lesions were: biological valve degeneration, infective endocarditis and suture leaks leading to pseudo aneurysm, perit (mais) ubular leakage and hemolysis. There was 1 systemic embolization with an infected vegetation. The 5 patients were re-operated, with 1 surgical death (20%), in a case presenting fungal endocarditis (Aspergillus), due to uncontroled bleeding. The remaining 4 had an uneventful hospital course. There was 1 late death during a surgical exploratory thoracic procedure. The remaining 3 patients enjoy a normal active life. One of these still has a small peritubular leakage causing mild aortic regurgitation and hemolysis. The surgical procedure consisted of Dacron tube replacement preserving the implanted valve prostheses in the 2 cases with infective endocarditis. Two ruptures biological valves were replaced by methalic disc valves. In this situation, the Dacron tubes were preserved and the valves approached through a longitudinal incision in the tube. The suture leaks were corrected with direct isolated mattress sutures. Late re-operations may be required after aortic root replacement with composite valve-tube grafts. They can be performed at an acceptable surgical risk. The technique should be as conservative as possible and directed to the causing lesions, preserving the remaining structures. A methalic prosthesis should be the first choice for the primary procedure, in order to avoid late tissue degeneration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Reconstrução arterial com tubo de pericárdio bovino corrugado/ Arterial reconstruction with crimped bovine pericardial conduit

Salles, Cláudio A; Ribeiro, Nilzo A. M; Kalil, Renato A. K; Vieira, Gilberto Lino; Souza, Liberato S. S; Borém, Paulo M; Andrade, Miguel E. C; Faleiros, Rogério D; Andrade Jr, Marcos A. M
1992-06-01

Resumo em português No período de agosto de 1989 a fevereiro de 1992, 32 pacientes foram submetidos a reconstruções vasculares utilizando-se condutos de pericárdio bovino corrugado preservado em glutaraldeído. A incorporação do principio crimping utilizado nas próteses vasculares sintéticas proporcionou tubos que mantêm sua forma cilíndrica, mesmo quando submetidos a curvaturas. Vinte e nove pacientes (Grupo I) eram portadores de doenças da aorta torácica e/ou abdominal, incluin (mais) do aneurismas, dissecções agudas, coarctação da aorta e lesão oclusiva aorto-ilíaca. A reconstrução da aorta torácica foi realizada em 25 pacientes (incluindo a substituição da valva aórtica em 10), da aorta abdominal em 2 e aorto-ilíaca em 2. Três pacientes (Grupo II), portadores de cardiopatias congênitas complexas, foram submetidos a reconstrução da via de saída do ventrículo direito em 2 e a operação de Fontan em 1. A mortalidade hospitalar no Grupo I foi 24% (7 pacientes), causada por baixo débito cardíaco em 4, recidiva precoce da dissecção em dois e infecção respiratória em 1. Seis destes óbitos ocorreram em pacientes operados na fase aguda de dissecção aórtica. Não houve nenhum óbito no Grupo II. Houve um óbito tardio no Grupo I devido a complicações metabólicas relacionadas a diabetes e insuficiência renal crônica. Esta experiência clínica inicial registrou um seguimento médico de 16 meses por paciente, com um máximo de 32 meses e não se verificou nenhuma complicação tardia relacionada ao conduto de pericárdio bovino corrugado. Resumo em inglês From August 1989 to February 1992, 32 patients underwent vascular reconstructions using crimped bovine pericardial conduits processed in glutaraldehyde. The introduction of the crimping process used for synthetic vascular prosthesis provided circular tubes, which retain their shape with bending and avoid kinking. Twenty-nine patients (Group I) presented vascular lesions involving the thoracic and/or abdominal aorta, including aneurysms, acute dissections, coarctation and (mais) aorto-iliac lesion. The thoracic aortic reconstruction was performed in 25 patients, including aortic valve replacement in 10, the abdominal aorta in 2, and the aortic bifurcation in 2. Three patients (Group II) with complex congenital heart lesions underwent reconstruction of the right ventricular outflow tract in 2, and the Fontan operation in 1. Hospital mortality in Group I was 24% (7 patients). Causes of death were low cardiac output in 4, recurrence of aortic dissection in 2 and respiratory infection in 1. Six of them had been operated upon as emergencies due to acute aortic dissection. All patients in group II survived the operation. There was 1 late death in group I due to methabolic complications related to diabetes and chronic renal failure. This initial clinical experience showed a mean follow-up of 16 months per patient and the longest follow-up was 32 months. It was not observed any late complication related to the crimped bovine pericardial conduit up-to-date.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)