Sample records for triangular configuration
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 3 shown.



1

O modo de coaptação glótica em crianças no diagnóstico diferencial de alteração estrutural mínima/ The glottal closure in diagnostic of minor structural alterations

De Biase, Noemi; Pontes, Paulo; Vieira, Vanessa Pedrosa; De Biase, Simone
2004-08-01

Resumo em português A configuração glótica varia durante a fonação, mesmo em indivíduos sem queixas vocais e sem alterações ao exame, de acordo com a idade, o sexo, o registro vocal, a freqüência fundamental, a tensão e as lesões. Observa-se junção completa ou incompleta da borda livre da prega vocal; quando incompleta, formam-se fendas de formatos variados. OBJETIVO: Nosso objetivo é encontrar no modo de coaptação glótica, durante a fonação sustentada da vogal /épsilon/ (mais) em crianças com alteração estrutural mínima, elementos que permitam diferenciá-lo dos indivíduos com nódulo vocal ou de indivíduos sem queixas vocais. MATERIAL E MÉTODO: Estudo retrospectivo de dados de crianças atendidas no período de 1996 a 2001. A amostra constou de imagens de laringes de crianças que apresentaram diagnóstico de alteração estrutural mínima, nódulo vocal e também de crianças sem queixas vocais, estes denominados normais. Destas imagens foi analisada a configuração glótica durante a fonação da vogal /épsilon/ e realizada análise estatística para a comparação entre os três grupos. RESULTADOS: As fendas triangulares são encontradas nos três grupos, enquanto que a fenda fusiforme só ocorreu nas alterações estruturais mínimas. CONCLUSÕES: A utilização do modo de coaptação glótica em crianças, como critério diagnóstico para diferenciar alteração estrutural mínima de nódulo vocal e de laringe normal, é relevante quando se observa fenda fusiforme, condição encontrada somente nas alterações estruturais mínimas; as fendas triangulares não se mostraram significantes para diferenciar alteração estrutural mínima de nódulo vocal e laringe normal. Resumo em inglês The glottal closure varies during phonation, even in subjects who bears no vocal complaints and no alterations on medical examination, according to age, sex, vocal register, fundamental frequency, tension and lesions. There has been noticed complete or incomplete junction of the vocal fold free boarder; when incomplete there are formation of chinks presenting different formats. AIM: Our point is to find in the glottal coaptation mode, during sustained phonation of the vow (mais) el /epsilon/, in children having minor structural alterations, components that allow us to set them apart from subjects having vocal nodule or from subjects presenting no vocal complaints. MATERIAL AND METHOD: We have used a retrospective study of children's data assisted from 1996 to 2001, composed of children's larynx images that presented diagnosis of minor structural alterations, vocal nodule and also of children not showing any vocal complaints. From these images there has been analyzed the glottal configuration during phonation of the vowel /epsilon/ and there has been realized statistical analysis to compare the three groups. RESULTS:The triangular chinks are found in the three groups, while the spindle chink only occurred in minor structural alterations. CONCLUSION: The use of glottal coaptation mode in children as a diagnosis criterion to set the minimal structural alteration apart from the vocal nodule and regular larynx is important when we observe spindle chink, a situation found only in the minimal structural alterations. The triangular chinks were not meaningful to differentiate minimal structural alterations from vocal nodule and from regular larynx.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Projeto de aterramento para sistema monofilar com retorno pelo terra/ Grounding project for single wire earth return system

Bertolo, Humberto C; Oliveira Filho, Delly; Pizziolo, Tarcísio A; Rodrigues, Denilson E; Monteiro, Paulo M. B; Xavier, Gustavo A
2011-02-01

Resumo em português Este trabalho apresenta o projeto de aterramento elétrico para Sistema Monofilar com Retorno pela Terra (MRT), em solicitações de baixas frequências, utilizando-se o método das imagens e considerando a simplificação do método dos potenciais constantes. Simulou-se o comportamento de três diferentes configurações de aterramento: hastes em triângulo, em quadrado vazio e para nove hastes, formando uma malha com quatro quadrados. A partir da simulação obtiveram-s (mais) e o valor da resistência de aterramento para cada configuração e os potenciais gerados na superfície do solo. Com base nesses resultados foi possível comparar os valores tabelados para resistências mínimas, em função da potência do transformador, aplicados para diferentes concessionárias de energia que utilizam o Sistema MRT, com os valores calculados que mantêm os potenciais no solo em níveis seguros para seres humanos e animais. Os resultados mostraram que é possível utilizar aterramentos mais simples e mais baratos, pois os gradientes de tensões no solo se mantiveram em níveis seguros. Resumo em inglês This work presents a grounding project for a Single Wire Earth Return (SWER) system in low frequency applications, through the use of the image method, a simplification of the constant potential method. The responses of three different grounding configurations were simulated: electrodes in triangular format, electrodes placed in the corners of a square and nine electrodes placed in the corners of a grid with four squares. With the mentioned simulation it was possible to c (mais) alculate the ground resistance and the surface voltage of each configuration. Based on these results, it was possible to compare the values for minimal resistance, depending on the power of the transformer, applied to various power utilities that use the SWER system with the values that hold the potential in the soil at safe levels for human beings and animals. Results showed that it is possible to use simpler and cheaper grounding configurations due to the fact that the surface voltages were maintained at safe levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Erosão em sulcos e entressulcos em razão do formato de parcela em Argissolo Vermelho-Amarelo arênico/ Interrill and rill erosion as affected by plot configuration on a sandy loam Hapludalf soil

Reichert, José Miguel; Schäfer, Marcos José; Eltz, Flávio Luiz Folleto; Norton, Lloyd Darrell
2001-07-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de parcelas de erosão com seções transversais da superfície do solo retangular (STR) e triangular (STT) na perda de solo e água e na erodibilidade, em sulcos e entressulcos. O experimento foi conduzido em 1998, em um Argissolo Vermelho-Amarelo distrófico arênico, preparado convencionalmente. As dimensões das parcelas de entressulcos foram de 0,50 m por 0,75 m; nos sulcos com STR, as dimensões foram de 0,20 m por 5,90 (mais) m, e nos de STT, de 0,50 m por 5,90 m. Utilizou-se chuva simulada constante de 65 mm h-1 nos entressulcos, durante 90 minutos. Nos sulcos, após pré-umedecimento do solo, foram aplicadas cinco vazões extras crescentes de 0,0002 m³ s-1 até 0,0010 m³ s-1. A desagregação nos entressulcos Di (2,09.10-4 kg m-2 s-1 nas STR e 3,35.10-4 kg m-2 s-1 nas STT), a erodibilidade nos entressulcos Ki (1,77.10(6) kg s m-4 nas STR e 2,00.10(6) kg s m-4 nas STT), a erodibilidade em sulcos Kr (0,0110 kg N-1 s-1 nas STR e 0,0074 kg N-1 s-1 na STT) e a tensão crítica de cisalhamento tauc (2,61 N m-2 na STR e 2,00 N m-2 na STT) não foram estatisticamente diferentes nos dois formatos de seção transversal, e podem ser determinados usando-se qualquer um dos formatos de parcelas em solos de textura superficial arenosa. Resumo em inglês The objective of this study was to compare rill and interrill erodibility and critical shear stress, for two configurations of soil surface: rectangular (RCS) and triangular (TCS) cross-sections. The experiment was done in 1998 on a conventionally tilled Hapludalf with a sandy loam soil surface texture. The interrill plot dimensions were 0.50 by 0.75 m, while for rill, the dimensions were 0.20 by 5.90 m for RCS, and 0.50 by 5.90 m for TCS. Constant simulated rain of 65 mm (mais) h-1 was applied on the interrill plots for 90 minutes, whereas for the rills, besides rain to prewet the soil, five extra inflows of 0.0002 m³ s-1 up to 0.0010 m³ s-1 were applied. The interrill detachment rate Di (2.09x10-4 kg m-2 s-1 for RCS and 3.35x10-4 kg m-2 s-1 for TCS), interrill erodibility Ki (1.77x10(6) kg s m-4 for RCS and 2.00x10(6) kg s m-4 for TCS), rill erodibility Kr (0.0110 kg N-1 s-1 for RCS e 0.0074 kg N-1 s-1 for TCS), and critical shear stress tauc (2.61 N m-2 for RCS e 2.00 N m-2 for TCS) were not statistically different for the two cross-sections, and can be determined on any of the plot configuration for sandy loam soils.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)