Sample records for transport photon
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Fotoinibição em três espécies do cerrado (Annona crassifolia, Eugenia dysenterica e Campomanesia adamantium ) na estação seca e na chuvosa/ Photoinhibition in three "cerrado" species (Annona crassifolia, Eugenia dysenterica e Campomanesia adamantium), in the dry and rainy seasons

LEMOS FILHO, JOSÉ PIRES DE
2000-03-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi verificar a performance fotossintética e a ocorrência de fotoinibição em três espécies do cerrado, na estação seca e estação chuvosa. Os valores do rendimento quântico potencial do fotossistema II (Fv/Fm) após 1 hora de adaptação ao escuro, ao meio dia, foram inferiores a 0,8 para todas as espécies nas duas estações, caracterizando a presença da fotoinibição. Na estação seca, apesar das reduções observadas na condutânci (mais) a estomática, no rendimento quântico efetivo(DF/F`m) e na taxa aparente de transporte de elétrons (ETR), a saturação da fotossíntese foi similar à observada na estação chuvosa, para todas as espécies estudadas, aproximadamente 1500 mmol.m-2.s-1. Nesse nível de luz, o excesso relativo do fluxo de fótons de aproximadamente 60% na estação chuvosa, aumentou para 80%, em todas as espécies estudadas, na estação seca. A ETR máxima (ETRmax) na estação chuvosa foi similar para E. dysenterica e C. adamantium, 200 mmol.m-2.s-1,e cerca de 170 mmol.m-2.s-1 para A. crassifolia Na seca, os valores de ETRmax foram similares nas três espécies (100 mmol.m-2.s-1). Os dados sugerem que a redução das trocas gasosas na estação seca é acompanhada por decréscimos na atividade fotossistema II, com aumento da fotoinibição. Resumo em inglês The aim of this study was to verify photosynthetic performance and photoinhibition occurrence in three "cerrado" species in the dry and rainy seasons. In both seasons, potential quantum yield of photosystem II (Fv/Fm), at miday, after one hour of dark adaptation, was lower than 0.8 in all species, which characterizes photinhibition. In spite of stomatal conductance reductions and lower values of effective quantum yield (D F/F`m), and apparent rates of photosynthetic elect (mais) ron transport (ETR) during dry season, all species showed values of photosynthetic light saturation similar to those during rainy season, approximantely 1500 mmol.m-2.s-1. At this level of light, the relative excessive photon flux increased from 60%, at rainy season, to 80% at dry season in all studied species. The maximum apparent ETR (ETRmax) in rainy season was similar for E. dysenterica and C. adamantium, 200 mmol.m-2.s-1, and 170 mmol.m-2.s-1 for A. crassifolia, but decreased to approximately 100 mmol.m-2.s-1 at drought period for all of three species. The data suggested that the reduction on gas exchange at the dry season was accompanied by reduction on photosystem II activity, with an increase in photoinhibition .

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Eficiência fotoquímica de gramíneas forrageiras tropicais submetidas à deficiência hídrica/ Photochemical efficiency of tropical forage grasses submitted to water deficit

Silva, Manoel Messias Pereira da; Vasquez, Hernán Maldonado; Bressan-Smith, Ricardo; Silva, José Fernando Coelho da; Erbesdobler, Eleonora D'Avila; Andrade Junior, Paulo Sérgio Cruz de
2006-02-01

Resumo em português Neste estudo, as espécies capim-setária (Setaria anceps Stapf.), capim-hemárthria (Hemarthria altissima [Poir] Stapf. & Hubbard), capim-do-nilo (Acroceras macrum Stapf.) e capim-angola (Brachiaria purpurascens [Raddi] Henr.) foram submetidos à deficiência hídrica moderada a seca com o objetivo de avaliar o efeito do déficit hídrico sobre as características de fluorescência da clorofila. O experimento foi realizado em casa de vegetação, em blocos ao acaso, cons (mais) tituídos pelas quatro espécies cultivadas sob dois regimes hídricos (irrigado e não-irrigado), em três repetições. Durante a indução da deficiência hídrica, foram monitoradas as seguintes variáveis de fluorescência da clorofila a: fluorescência inicial (F0), fluorescência máxima (Fm), rendimento quântico máximo do PSII (Fv/Fm), taxa relativa de transporte de elétrons (ETR), quenching fotoquímico (qP) e quenching não fotoquímico (qN). Após dez dias de submissão ao estresse hídrico, os valores de Fo e Fm decresceram em todas as espécies. Os menores valores de Fv/Fm foram encontrados no capim-do-nilo e no capim-setária, o que configura baixo rendimento fotoquímico nessas espécies sob déficit hídrico, ao contrário do capim-hemárthria, que apresentou valores similares em ambos os tratamentos. Os valores mais altos de qN foram registrados no capim-hemárthria e no capim-angola, demonstrando boa capacidade dessas espécies em dissipar a energia luminosa absorvida em excesso para manter baixo estado de redução nos aceptores primários de elétrons do PSII. Em geral, as curvas de ETR em resposta ao fluxo de fótons fotossintéticos mostraram-se distintas entre os tratamentos, sendo mais pronunciadas no capim-do-nilo. Nessa espécie, a eficiência dos transportadores de elétrons do PSII foi seriamente comprometida pelo déficit hídrico. Resumo em inglês In this study, individuals of setariagrass (Setaria anceps Stapf.), limpograss (Hemarthria altissima [Poir] Stapf. & Hubbard), nilograss (Acroceras macrum Stapf.) and angola grass (Brachiaria purpurascens [Raddi] Henr.) were submitted to moderate drought. The characteristics of chlorophyll a fluorescence (inicial fluorescence, Fo; maximum fluorescence, Fm; photochemistry efficiency, Fv/F­m; photochemical quenching, qP; non-photochemical quenching, qN and relative elec (mais) tron transport rate, ETR) were investigated in an experiment carried out in greenhouse, using plastic pots. The experimental treatments were allocated in a randomized complete blocks design, with three replications. The values of Fo and Fm decreased in all species after 10 days of drought, this effect being more evident in nilograss and setariagrass. The Fv/Fm values for nilograss and setariagrass decreased dramatically while that one for hemarthriagrass did not differ from the control. This results suggest a lower photochemical efficiency of photosynthesis in nilograss and setariagrass under water stress compared to hemarthriagrass and to the hea,lthy plants. The highest values of qN were observed for hemarthriagraas and angolagrass. This showed that the increased capacity to dissipate the excessive energy to drive photosynthesis was satisfactory to maintain a low reduction state of the primary electron acceptor of the photosystem II (measured as qP). In general, ETR curves in response to increasing photosynthetic photon flux differed from control to stressed plants, especially for nilograss. In this species, a serious damage caused by water stress provoked a significant reduction to the efficiency of the electron transporters of PSII.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)