Sample records for trabecular bone
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Grau de desmineralização em osso trabecular e cortical por meio de tomografia computadorizada quantitativa em cães submetidos à terapia com prednisona/ Trabecular and cortical bone demineralization degree by quantitative computed tomography in dogs treated with prednisone

Costa, Lorena Adão Vescovi Séllos; Oliveira, Daniel Capucho de; Gianotti, Juliana Giorgio; Cardoso, Mauro Lahm; Costa, Fabiano Séllos
2010-12-01

Resumo em português Os glicocorticóides são fármacos amplamente utilizados na medicina veterinária, entretanto, além dos efeitos benéficos, o seu emprego pode desencadear uma série de efeitos indesejados. Foi realizado um ensaio clínico em oito cães hígidos com o intuito de avaliar possíveis alterações na densidade mineral óssea após a terapia com prednisona, utilizando a tomografia computadorizada helicoidal. Todos os animais receberam a prednisona via oral na dose diária de (mais) 2mg kg-1 de peso durante 30 dias. A densidade mineral óssea foi determinada a partir da obtenção de valores de radiodensidade da região de osso cortical e osso trabecular do corpo vertebral da segunda vértebra lombar, imediatamente antes e após o período de administração do medicamento. O protocolo experimental permitiu a caracterização de significativa (P Resumo em inglês Glucocorticoids are widely used in veterinary medicine. However, beyond the beneficial effects, their use can trigger a series of unwanted effects. A clinical trial was conducted in eight healthy dogs in order to assess possible changes in bone mineral density after therapy with prednisone using helical computed tomography. All animals received oral prednisone at a daily dose of 2mg kg-1 of body weight for 30 days. Bone mineral density was determined by the obtaining of r (mais) adiodensity values from the cortical region and the trabecular region of the second lumbar vertebra immediately before and after the period of drug administration. The experimental protocol allowed the characterization of a significant (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Estudos histomorfométrico e histológico das lesões ósseas causadas por flúor em aves/ Histomorphometric and histological evaluations of the bone lesions caused by fluoride in chickens

Raffi, Margarida Buss; Méndez, Maria del Carmen; Riet-Correa, Franklin
1997-04-01

Resumo em português Fluoreto de sódio foi administrado na água de 2 grupos de 25 aves, fêmeas, da raça Shaver. O grupo A recebeu flúor do 1 ao 120 dia de idade e o grupo B do 61 ao 120 dia de idade. Cada grupo foi dividido em 5 níveis de tratamento: 0, 25, 50, 200 e 400 ppm de flúor, com 5 animais por tratamento. Todos os animais foram sacrificados aos 120 dias de idade. Para o estudo histomorfométrico foram coletados o fêmur e a tíbia esquerdos, e para o estudo histológico foram (mais) coletados fêmur e tíbia direitos. No estudo histomorfométrico do osso compacto observou-se um discreto aumento da porosidade cortical, que não foi estatisticamente significativo. A espessura do osso cortical aumentou nos animais tratados com flúor (p<0,05, r2 = 0,59). No osso trabecular, do grupo A, houve um aumento da espessura trabecular (ET) (p<0,05, r2 = 0,63) e do volume trabecular ósseo (VTO) (p<0,05, r2 = 0,72) até a dose de 200 ppm; e, na dose de 400 ppm, ocorreu um decréscimo, demonstrado pela regressão quadrática obtida na análise de regressão. No grupo B houve um aumento progressivo da ET (p<0,05, r2 = 0,98) e do VTO (p<0,05, r2 = 0,77) diretamente relacionado com a dose de flúor. A superfície de osteóide (SO) apresentou, também, um aumento gradativo relacionado com a dose, nos animais tratados com flúor (p<0,001, r2 = 0,80). Esses resultados sugerem que o flúor estimula a função osteoblástica, resultando em aumento da SO, e consequentemente maior aposição óssea. No entanto, nos animais tratados com 400 ppm, durante 120 dias, esse estímulo sobre a aposição óssea não foi tão evidente, sugerindo que o flúor determina alguma alteração funcional sobre os osteoblastos ou um aumento da reabsorção óssea. Histologicamente, observou-se espessamento trabecular nos animais tratados com flúor, mais marcado nas doses de 200 e 400 ppm, em ambos os grupos. Sobre a superfície trabecular, dos animais tratados com 200 e 400 ppm, evidenciou-se, principalmente, osteoblastos ativos e osteoclastos, sugerindo um aumento da remodelação óssea. No osso cortical observou-se diminuição dos canais de Havers, próximos a superfície periosteal, e aumento das lacunas de reabsorção próximas a superfície endosteal. Resumo em inglês Sodium fluoride was administered in the water to 2 groups of 25 Shaver female poultry. Group A received fluoride from 1 to 120 days of age and group B from 61 to 120 days. Each group was divided into 5 treatments, with 5 chickens each, which received 0, 25, 50, 200, and 400 ppm of fluoride in the water, respectively. All animals were killed at 120 days of age. For histomorphometric studies the left femur and tibia were used, and for histologic studies the right femur and (mais) tibia. In the cortical bone, cortical porosity was slightly increased by fluoride, but the differences with the control group were not significant. Cortical thickness increased in the animals treated with fluoride (p<0,05, r2 = 0,59 ). In the trabecular bone, of group A, trabecular thickness (TT) (p<0,05, r2 = 0,63) and trabecular bone volume (TBV) (p<0,05, r2 = 0,72) increased in treatments receiving 25-200 ppm, and decreased in the 400 ppm treatment, as it was demonstrated by quadratic regression analysis. In group B there was a positive linear correlation on TT (p<0,05, r2 = 0,98) and TBV (p<0,05, r2 = 0,77) with fluoride ingestion.The osteoid surface was also positively correlated with the amount of fluoride ingested by the animals (p<0,001, r2 = 0,80). These results suggest that fluoride improves osteoblastic function resulting in increased osteoid production and bone apposition. In the other hand, in the animals treated with 400 ppm of fluoride for 120 days bone apposition was reduced suggesting a functional alteration of the osteoblasts or improved bone resorption. In the histological study of bone tissue all animals that received fluoride showed an increased trabecular thickness which was more marked in the 200-400 ppm treatments. In chickens treated with 200-400 ppm of fluoride osteoblasts and osteoclasts were more numerous suggesting an increased bone turnover. In cortical bone Haversian canals were narrowed on the periosteal surfaces and resorption spaces were enlarged on the endosteal surfaces.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Efeitos de tratamento combinado de alendronato de sódio, atorvastatina cálcica e ipriflavona na osteoporose induzida com dexametasona em ratas/ Effects of combined treatment of alendronate of sodium, calcic atorvastatin and ipriflavone in osteoporosis induced with dexamethasone in female rats

Pinto, Aloísio da Silva; Oliveira, Tânia Toledo de; Del Carlo, Ricardo Junqueira; Nagem, Tanus Jorge; Fonseca, Cláudio César; Moraes, George Henrique Kling de; Ferreira Junior, Davilson Bragine; Cardoso, Carlos Antonio
2006-03-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi estudar a influência das combinações: bifosfonato (alendronato de sódio) + estatina (atorvastatina cálcica), bifosfonato (alendronato de sódio) + flavonóide (ipriflavona) e estatina (atorvastatina cálcica) + flavonóide (ipriflavona) em ratas com osteoporose induzida pelo glicocorticóide dexametasona. As influências das associações dessas substâncias foram pesquisadas pela análise de testes dos marcadores bioquímicos de remodel (mais) ação óssea, tais como, cálcio e fósforo sérico, fosfatase alcalina óssea e por exames histomorfométricos, caracterizando a densidade trabecular óssea. Através da avaliação da densidade trabecular óssea foi possível verificar o aumento da mesma em todos os tratamentos efetuados. Ressaltando-se, ainda, que as associações contendo alendronato de sódio apresentaram elevadas taxas de restauração tecidual óssea, alcançando valores superiores aos do grupo dos animais normais. Os marcadores bioquímicos não apresentaram resultados estatisticamente significativos, não fornecendo subsídios para o diagnóstico e acompanhamento da osteoporose. No entanto, a avaliação histomorfométrica permitiu a análise estática e dinâmica, bem como detecção de alterações teciduais na unidade metabólica óssea, particularmente, no osso trabecular. Resumo em inglês The objective of this work was to study the influence of the combinations: biphosphonate (alendronate of sodium) + statin (calcic atorvastatin), biphosphonate (sodium alendronate) + flavonoid (ipriflavone) and statin (calcic atorvastatin) + flavonoid (ipriflavone) in female rats with osteoporosis induced by the glucocorticoid dexamethasone. The influence of the combinations of those drugs was observed through tests of the biochemical markers of bone remodeling, such as, l (mais) evels of serum calcium and phosphorus and bone alkaline phosphatase and through histomorphometric exam, visualizing the bone trabecular density. Through the evaluation of the bone trabecular density it was possible to verify the clear increase in any group of treated animals. The combinations with biphosphonate presented high rates of bone tissue restoration, reaching higher values than those of normal animals. The results obtained with biochemical markers were not statistically significant and did not subsidies the diagnosis and the follow of the osteoporosis. However, the histomorphometric evaluation allowed us the static and dynamic analyses as well as detection of tissue alterations in the bone metabolic unit, particularly in the trabecular bone.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Característica de Euler-Poincaré aplicada para identificar baixa densidade óssea a partir de imagens tomográficas de vértebras/ The Euler-Poincaré characteristic applied to identify low bone density from vertebral tomographic images

Roque, Waldir L.; Souza, Antonio Carlos A. de; Barbieri, Denis X.
2009-04-01

Resumo em português A densidade mineral óssea (DMO) é o exame padrão-ouro para o diagnóstico da osteoporose. No entanto, sabe-se que apenas essa medida não é suficiente para identificar completamente a fragilidade óssea e o conseqüente risco de fratura, tornando-se necessário a investigação da estrutura óssea. OBJETIVOS: Avaliar se a característica de Euler-Poincaré (CEP) para analisar a conectividade do osso trabecular poderia fornecer um suporte adicional na identificação d (mais) a deterioração da estrutura óssea. MATERIAIS E MÉTODOS: Analisou-se um conjunto de imagens formando disectors, obtidas da tomografia computadorizada de vértebras lombares, a partir dos quais foi estimada a característica Euler-Poincarè.(CEP). Para lidar com o processamento de imagens dos disectors, foi desenvolvido um programa de computador usando o GTK+ para MS-Windows. Os resultados foram comparados com a DMO. RESULTADOS: Verificou-se que a medida da CEP está correlacionada com os resultados obtidos por meio da DMO para as vértebras lombares. Ficou demonstrado também que a área de conectividade das trabéculas que é propagada ao longo dos disectors corrobora para assegurar que os resultados da CEP sejam consistentes com a medida da DMO. CONCLUSÕES: A aplicação da CEP na análise das tomografias vertebrais poderá vir a se constituir num método para avaliar a estrutura óssea trabecular, e sua correlação com a resistência mecânica do osso, sendo necessários porém mais estudos para confirmar esses dados. Resumo em inglês The bone mineral density (BMD) is the gold standard test for the diagnosis of osteoporosis. Nevertheless, it is known that only this measurement is not sufficient to completely identify bone fragility and the consequent risk of fracture, becoming necessary the investigation of the bone structure. OBJECTIVES: Evaluate if the Euler-Poincaré characteristic (EPC) for the analysis of the connectivity of the trabecular bone could supply an additional support in identifying the (mais) deterioration of the bone structure. MATERIALS AND METHODS: A group of images forming dissectors were analyzed, obtained from the computerized tomography of the lumbar vertebrae, from which the Euler-Poincarè characteristic (EPC) was estimated. To deal with the processing of images of the dissectors, a computer program was developed using the GTK+ for MS-Windows. The results were compared to the BMD. RESULTS: It was verified that the measurement of the EPC is correlated with the results obtained by means of the BMD for the lumbar vertebrae. It was also demonstrated that the area of connectivity of the trabecular that is propagated over the dissectors corroborates to ensure that the results of the EPC are consistent with the BMD measurement. CONCLUSIONS: The application of ECP in the analysis of the vertebral tomographies could constitute a method to evaluate the trabecular bone structure, and its correlation with the mechanical resistance of the bone, however being necessary more studies to confirm this data.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Efeito da associação hipertireoidismo-castração no osso de ratas adultas/ Bone effects of the association hyperthyroidism-castration of adult female rats

Serakides, Rogéria; Nunes, Vera Alvarenga; Ocarino, Natália de Melo; Nascimento, Ernane F. do
2004-12-01

Resumo em português Foi estudada a relação tireóide-gônadas e sua influência sobre a morfologia óssea de ratas Wistar, com cinco meses de idade, castradas e induzidas ao hipertireoidismo ou mantidas em eutireoidismo por período de 30, 60 e 90 dias. Ratas não castradas foram mantidas nas mesmas condições e serviram como controle. Ao final de cada período, foram determinadas as concentrações plasmáticas de T4 livre, progesterona e estradiol. Os ossos de cada grupo foram submetido (mais) s às análises radiológica e histológica. O hipertireoidismo nas ratas não castradas levou à alteração da morfologia do osso, variável ao longo do período experimental, conduzindo, aos 60 dias, à perda de osso trabecular por aumento da reabsorção óssea. Aos 90 dias não houve perda óssea porque o aumento da reabsorção foi acompanhado por maior aposição óssea. Nas ratas eutireóideas castradas, a diminuição dos níveis de progesterona inibiu a aposição óssea, causando, aos 30 dias, pequena perda do osso trabecular das vértebras lombares e do osso alveolar, que se intensificou aos 60 e 90 dias, atingindo também o osso cortical. A administração de tiroxina nas ratas castradas reduziu a osteopenia decorrente da castração aos 60 dias, mas não aos 90 dias, quando a perda óssea foi mais extensa. Conclui-se que o hipoprogesteronismo e o hipoestrogenismo alteram o metabolismo ósseo e que a resposta do osso ao hipertireoidismo depende do perfil plasmático dos esteróides sexuais, do tempo de exposição e da configuração do tecido ósseo. Resumo em inglês The relationship between thyroid, gonads and bone morphology was investigated in 5 month-old Wistar rats, castrated and kept in hyperthyroid or euthyroid state for periods of 30, 60 and 90 days. A non-castrated control group was maintained in the same condition. At the end of each period, plasma concentrations of free T4, progesterone and estradiol were measured. The bones from each group were submitted to radiological and histological analysis. Hyperthyroidism in intact (mais) rats caused variation in bone morphology throughout the experiment, leading to loss of trabecular bone tissue at day 60, due to increased bone resorption. At day 90 there was no bone loss, because the increase in bone resorption was accompanied by higher bone apposition. In castrated euthyroid rats reduction in progesterone levels inhibited the bone apposition, causing a slight loss of trabecular bone tissue in vertebrae and alveolar bone at day 30, which was intensified at days 60 and 90, affecting cortical bone tissue. The administration of thyroxine to castrated rats reversed osteopenia at days 30 and 60, which did not occur at day 90 when bone loss was more extensive. In conclusion, hypoprogesteronism and hypoestrogenism alter bone metabolism and the bone response to hyperthyroidism depends on the plasma profile of sex steroids, time of exposure and bone tissue configuration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Osteoporose induzida por glicocorticóide

Borba, Victória Zeghbi C.; Lazaretti-Castro, Marise
1999-12-01

Resumo em português Os glicocorticóides (GC) são substâncias amplamente usadas por sua alta potência anti-inflamatória, porém seu uso é acompanhado de efeitos colaterais sistêmicos importantes. A osteoporose é um dos efeitos deletérios mais previsíveis dos GC e está associada a um alto índice de incapacitação devido a fraturas. Pode ocorrer em 30 a 50% dos pacientes em uso crônico de GC e principalmente em áreas ricas em osso trabecular como a coluna lombar. Na patogênese d (mais) a osteoporose induzida por GC estão envolvidos vários efeitos sistêmicos e locais sobre o osso e metabolismo mineral. Apesar de muitas vezes a osteoporose ser colocada em segundo plano devido a gravidade da doença de base, o tratamento profilático deve ser instituído sempre, para impedirou diminuir os danos dos GC sobre o tecido ósseo. Resumo em inglês Glucocorticoids (GC) are among the most widely used drugs, characterized by their anti-inflammatory potency, nevertheless their use are followed for many deleterious systemic effects. Osteoporosis is a preventable harmful effect of GC that has a high morbidity and mortality associated to the presence of fractures. The incidence of osteoporosis related to GC is between 30 to 50% and occurs mainly in the trabecular bone, particularly at the vertebrae. A multitude of systemi (mais) c and local effects of GC on bone and mineral metabolism is involved in the pathogenesis of the bone loss. Despite frequently forgotten due the severity of the underlying disease, preventive treatment is effective in diminishing the deleterious effects on bone metabolism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Histomorfometria do tecido ósseo em ratas castradas tratadas com tibolona/ Bone tissue histomorphometry in castrated rats treated with tibolone

Carvalho, Ana Carolina Bergmann de; Henriques, Helene Nara; Pantaleão, José Augusto Soares; Pollastri, Carlos Eduardo; Fernandes, Gustavo Vicentis de Oliveira; Granjeiro, José Mauro; Guzmán-Silva, Maria Angélica
2010-06-01

Resumo em português INTRODUÇÃO E OBJETIVO: O efeito da tibolona utilizada em alta dose e por tempo prolongado foi analisado mediante estudo histomorfométrico de tíbias e fêmures de ratas castradas. MÉTODOS: O experimento utilizou 20 ratas Wistar, com peso médio de 250 g. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em três grupos: ooforectomizado recebendo tibolona (OVX + T) (n = 9), ooforectomizado (OVX) (n = 6) e grupo controle não ooforectomizado (C) (n = 5). Deu-se início ao p (mais) rotocolo experimental 30 dias após a ooforectomia, perdurando por 20 semanas, com administração de tibolona (1 mg/dia) a OVX + T e carboximetilcelulose a OVX. O grupo C não foi submetido a qualquer tratamento. Tíbias e fêmures direitos foram fixados em formol a 10% tamponado, descalcificados e processados para inclusão em parafina. Os cortes histológicos foram corados mediante hematoxilina-eosina para análise histomorfométrica. Mediram-se a espessura cortical e a cavidade medular em cortes transversais de tíbia e fêmur e percentual de porosidade e densidade trabecular em cortes longitudinais de fêmur. RESULTADO E DISCUSSÃO: Não houve diferença estatística entre OVX e OVX + T nas diversas análises. Os resultados demonstram que a tibolona não melhorou de forma significativa a qualidade óssea, porém preservou a massa óssea cortical, nas diáfises femoral e tibial, e o osso trabecular, nos côndilos femorais. O uso prolongado de tibolona em concomitância com alta dose pode ter influenciado tais efeitos, já que estudos recentes têm preconizado a utilização de doses mais baixas na prevenção da osteoporose. CONCLUSÃO: A ooforectomia ocasionou perda óssea nas regiões analisadas; a tibolona, apesar de não ter aumentado a massa óssea, manteve-a em níveis satisfatórios. Resumo em inglês INTRODUCTION AND OBJECTIVE: The effect of tibolone administered in high dose over a prolonged period was analyzed through histomorphometry of tibia and femur samples from castrated rats. METHODS: The experiment was performed in 20 Wistar rats with average weight of 250 g. The animals were randomly divided into three groups: oophorectomized receiving tibolone (OVX + T) (n = 9), oophorectomized (OVX) (n = 6) and non-oophorectomized as control group (C) (n = 5). The experime (mais) ntal protocol was initiated 30 days after oophorectomy and lasted 20 weeks. Tibolone (1 mg/day) was administered to OVX + T rats and carboxymethyl cellulose to OVX. C rats did not go through any treatment. Right side tibias and femurs were fixed in 10% buffered formalin, decalcified and embedded in paraffin. Histological sections were stained by hematoxylin-eosin for histomorphometric analysis. The cortical thickness and medullary cavity were measured in transverse tibia and femur sections. The percentage of porosity and the trabecular density were determined in longitudinal femur sections. RESULTS AND DISCUSSION: There was no significant statistical difference between OVX and OVX + T in several analyses. The results showed that tibolone did not improve bone quality significantly, although it preserved cortical bone mass in femoral and tibial diaphyses and the trabecular bone in femoral condyles. The administration of tibolone in high dose for a prolonged period may have influenced these effects inasmuch as recent studies have recommended the use of lower doses in osteoporosis prevention. CONCLUSION: Oophorectomy caused bone loss in the analyzed regions. Despite the fact tibolone did not augment bone mass, this was kept at satisfactory levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Enxerto ósseo esponjoso autólogo em pequenos animais/ Autologous cancellous bone graft in small animals

Santos, Fernanda Carpi dos; Rahal, Sheila Canevese
2004-12-01

Resumo em português O enxerto ósseo esponjoso autólogo é formado por osso trabecular, poroso e altamente celular. Visto ser de fundamental importância na cirurgia ortopédica de pequenos animais, o trabalho teve por objetivo discorrer sobre a função, locais de colheita, cuidados, formas de aplicação, indicações e contra-indicações desse enxerto. Ele estimula a formação óssea devido ao fornecimento de células vivas e fatores de crescimento, mas não possui suporte mecânico. A (mais) asa do ílio craniodorsal, úmero proximal, tíbia proximal e fêmur distal, são os locais de colheita mais utilizados em cães. A asa do ílio consiste no local mais satisfatório para gatos. Para maximizar a incorporação do enxerto com o tecido hospedeiro, devem ser tomados alguns cuidados entre a colheita e a transferência para a área receptora. Além disso, pode ser aplicado sem compressão dentro do local recipiente. A freqüência de complicações é considerada baixa. Resumo em inglês The autologous cancellous bone is formed by trabecular bone, porous, and highly cellular. Since this graft is very important in orthopedic surgery of small animals, the purpose of this paper is to describe the function, donor sites, precautions, application methods, indications, and contraindications. It stimulates the bone formation because it provides live cells and growth factors, but it did not have mechanical support. Cranial dorsal wing of the ilium, proximal humeru (mais) s, proximal tibia, and distal femur are the most common harvest sites used in dogs. The wing of the ilium is the most satisfactory harvest site in cats. To maximize the graft incorporation with the tissue it is necessary to take care during the harvest and transference to recipient site. In addition, it may be put into the recipient site with no compression. The frequency of complications is considered low.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Displasia fibrosa do osso temporal: relato de dois casos/ Fibrous dysplasia of the temporal bone: report of two cases

Oliveira, Roberto Claudio B.; Granato, Lidio; Korn, Gustavo Polacow; Marcon, Manoel de Almeida; Cunha, Adicelia Pacheco
2004-10-01

Resumo em português A displasia fibrosa do osso temporal é uma doença de etiologia ainda controversa, manifestando-se principalmente por estenose progressiva do conduto auditivo externo e pela perda condutiva da audição. Outras manifestações incluem abaulamento na região temporal ou retroauricular, otorréia, otalgia e disacusia sensório-neural. A incidência é maior no sexo masculino e acomete principalmente a raça branca. O exame radiológico característico demonstra um aspecto (mais) de "vidro-fosco" homogêneo envolvido por uma concha de tecido cortical denso, embora existam outros padrões radiológicos desta enfermidade. O exame microscópico demonstra um trabeculado ósseo semelhante aos caracteres chineses. Este estudo relata dois casos de displasia fibrosa do osso temporal que se destacam, pois ultrapassaram o osso temporal, acometendo a região zigomática, sendo que no segundo caso houve também comprometimento do osso esfenóide e o pterigóide. Os pacientes foram submetidos à mastoidectomia radical modificada e tiveram boa evolução. Resumo em inglês Fibrous dysplasia of the temporal bone (FDTB) is a disorder which etiology is still controversial. Its main clinical feature is a progressive narrowing of the external auditory canal following by conductive hearing loss. Temporal or retroauricular enlargement, ear discharge, otalgia, and sensorineural hearing loss are additional findings. Women and Caucasians are more affected. The prominent finding is a homogeneous radiodense "grounded glass" like image shell surrounded (mais) by dense cortical tissue. However, other radiological patterns of this disease may be displayed. Microscopically, a trabecular of bone in "Chinese letter" configuration is found. The two cases of FDTB herein reported are particularly special for a far beyond temporal commitment reaching the zygomatic area in the first case and sphenoid and pterygoid bones in the second one. This infrequent clinical feature with unusual radiological findings made these two cases worth-reported.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Avaliação histológica do biovidro particulado na reparação de defeito experimental em mandíbula de cães/ Histological evaluation of particulate bioglass in repair of mandible experimental defects in dogs

Tiomis, A.C.; Borges, A.P.B.; Daibert, A.P.F.; Duarte, T.S.; Pontes, K.C.S.; Carvalho, T.B.; Carlo Reis, E.C.
2010-02-01

Resumo em português Avaliou-se histologicamente o biovidro particulado como substituto ósseo na regeneração de defeitos no osso alveolar da mandíbula, utilizando-se 28 cães adultos, divididos em dois grupos. Foram criados defeitos ósseos na superfície vestibular da mandíbula, entre as raízes mesial e distal do quarto pré-molar direito. No grupo tratado, o defeito foi preenchido com biovidro enquanto no outro, o grupo-controle, o defeito permaneceu sem preenchimento. Aos 8, 14, 21, (mais) 42, 60, 90 e 120 dias do pós-operatório, foram coletadas amostras da região da falha óssea de dois animais de cada grupo para a análise histológica sob microscopia de luz. No grupo-controle, observou-se início do processo de reparação óssea aos 14 dias que evoluiu até que, aos 120 dias, não havia mais limite entre as margens do defeito e o novo osso. No grupo tratado, aos oito dias, observou-se a presença de tecido conjuntivo frouxo altamente vascularizado ao redor das partículas de biovidro, até que aos 60 dias o biovidro havia sido totalmente reabsorvido, e o defeito apresentava-se completamente preenchido por osso trabecular. Conclui-se que o biovidro é biocompatível, é osteocondutor e diminui o tempo de reparação do osso alveolar. Resumo em inglês By histological analyses, bioglass was evaluated as a bone substitute in the regeneration of alveolar bone defects in mandibles of 28 dogs, which were distributed in two groups. Defects were made in the vestibular surface of the mandible between the roots of the right fourth premolar tooth. In treated group, defects were filled with bioglass, while it did not receive any treatment in the other, being used as control. For histological analyses, samples including the bone d (mais) efect area of two animals per group were collected after 8, 14, 21, 42, 60, 90, and 120 days after surgery. In the control group, bone repair began on the day 14th, developing until the day 120th, when no limit between the margins of the defect and the new bone existed. In the treated group, at the day eightieth, loose connective tissue highly vascularized around the bioglass particles was observed and on the day 60th, bioglass had been totally reabsorbed and the defect was completely filled by trabecular bone. It can be concluded that the bioglass is biocompatible and osteoconductive, and shortens the time needed for alveolar bone repair.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Influência do macheamento na interface do parafuso e do tecido ósseo na fase imediata pós-implante/ The influence of tapping techniques on the interface bone screw/bone tissue in immediate postoperative period/ Influencia del taladramiento en la interfase del tornillo y del tejido óseo durante la fase inmediata post implante

Masson, Fabiano Pinheiro de Lemos; Shimano, Antônio Carlos; Defino, Helton LA
2009-06-01

Resumo em português OBJETIVO: analisar experimentalmente as alterações agudas da interface entre o osso e o implante nas vértebras cervicais após a realização do macheamento do orifício piloto. MÉTODOS: foram utilizados cinco carneiros da raça Santa Inês deslanados. Na terceira vértebra cervical, foram feitos orifícios de 2,5 mm, de ambos os lados, na parte proximal e distal. No orifício proximal direito, foi realizado o macheamento antes da inserção do parafuso cortical de 3, (mais) 5 mm (Grupo A); no orifício proximal esquerdo, o parafuso foi inserido sem macheamento (Grupo B); os outros dois orifícios distais foram utilizados como controle (Grupo C). As alterações da interface entre o osso e o implante foram analisadas por meio de estudo histomorfométrico, considerando o número de trabéculas fraturadas entre os filetes de rosca; a maior distância da fratura trabecular transversal provocada pela inserção do parafuso; a maior extensão da fratura trabecular longitudinal provocada pela inserção do parafuso e a linha de contato na interface osso-parafuso. RESULTADOS: o macheamento do orifício piloto provocou alterações da microestrutura do tecido ósseo ao redor do implante quando comparado às alterações produzidas pela inserção do parafuso sem o macheamento ou orifício piloto. A avaliação do contato entre o osso e o implante foi o parâmetro que apresentou diferença estatística na comparação entre a colocação do implante com e sem machemanto. CONCLUSÃO: na comparação com o orifício piloto, todos os parâmetros analisados apresentaram diferença estatística. Resumo em espanhol OBJETIVO: analizar experimentalmente las alteraciones agudas de la interfase entre el hueso y el implante en las vértebras cervicales, después de taladrar el orificio piloto. MÉTODOS: fueron utilizados cinco carneros de la raza Santa Inés sin lana. En la tercera vértebra cervical, fueron realizados en ambos lados unos orificios de 2.5 mm en la parte proximal y distal. En el orificio proximal derecho fue realizado el taladramiento antes de la inserción del tornillo c (mais) ortical de 3.5 mm (Grupo A), en el orificio proximal izquierdo el tornillo fue insertado sin taladramiento (Grupo B) y los otros dos orificios distales fueron utilizados como controles (Grupo C). Las alteraciones de la interfase entre el hueso y el implante fueron analizadas por medio de un estudio histomorfométrico, teniendo en cuenta el número de trabéculas fracturadas entre los filetes de rosca; la mayor distancia de la fractura trabecular transversal provocada por la inserción del tornillo; la mayor extensión de la fractura trabecular longitudinal provocada por la inserción del tornillo y la línea de contacto en la interfase hueso-tornillo. RESULTADOS: taladrar el orificio piloto ha provocado alteraciones de la microestructura del tejido óseo alrededor del implante cuando comparado con las alteraciones producidas por la inserción del tornillo sin el taladramiento o el orificio piloto. La evaluación del contacto entre el hueso y el implante fue el parámetro que presentó diferencia estadística en la comparación entre la colocación del implante con o sin taladramiento. CONCLUSIÓN: al comparar con el orificio control, todos los parámetros presentaron diferencia estadística. Resumo em inglês OBJECTIVE: to analyze experimentally the early alterations of the bone-screw interface with tapping techniques in the cancellous bone of the cervical vertebrae. METHODS: five wooless sheep (Santa Inês) were analyzed. Pilot holes of 2.5 mm were performed at both sides of the third cervical vertebrae in the proximal and distal portion. The tapping process was done in the right proximal hole before the 3.5 mm screw insertion (Group A), while the left proximal hole was not t (mais) apped (Group B) and the two distal holes were used as control (Group C). The interface alterations between bone and screw were analyzed through histomorphometric study, considering the number of trabeculae fractures between the screw pitch; the highest distance of transversal trabeculae fracture caused by the screw insertion; the greatest extension of the longitudinal trabeculae fracture caused by the screw insertion and the contact line between bone and screw. RESULTS: tapping the pilot hole caused alterations of bone tissue microstructure around the implant, when compared to alterations produced by insertion of the screw, without tapping or pilot hole. The evaluation of the contact between bone and screw was the parameter that presented statistical difference in comparison between the insertion of the implant with and without tapping. CONCLUSION: in comparison with the pilot hole, all the analyzed parameters presented statistical difference.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Hipovitaminose D em adultos: entendendo melhor a apresentação de uma velha doença/ Vitamin D deficiency in adults: to better understand a new presentation of an old disease

Premaor, Melissa Orlandin; Furlanetto, Tania Weber
2006-02-01

Resumo em português A pré-vitamina D é produzida na pele, onde, através de foto-reação mediada pela luz solar, isomeriza-se em vitamina D. É metabolizada no fígado em 25-hidroxivitamina D. Esta é o substrato para a formação do verdadeiro hormônio, a 1,25-dihidroxivitamina D, que ocorre sob a influência do cálcio sérico e do hormônio da paratireóide. Receptores nucleares mediam suas funções principais. A doença causada pela deficiência de vitamina D em indivíduos adultos (mais) se estabelece de forma sutil, com hipocalcemia leve, hiperparatireoidismo reacional, gerando perda do osso trabecular e estreitamento do osso cortical, o que leva a um risco aumentado de fraturas. Essa doença é muito prevalente na Europa, África, América do Norte e alguns países da América do Sul, como Chile e Argentina. O padrão-ouro para o diagnóstico de hipovitaminose D é a dosagem de 25-hidroxivitamina D no soro, e valores abaixo de 50 nmol/L seriam suficientes para causar aumento na concentração sérica do hormônio da paratireóide e perda óssea. Fatores de risco para esta doença são pouca exposição à luz solar, envelhecimento da pele e doenças que alteram o metabolismo da vitamina D. Seu tratamento é feito através da reposição oral de vitamina D, o que o torna fácil e barato. Resumo em inglês Vitamin D is synthesized in skin through a reaction mediated by sunlight, and it is metabolized to 25-hydroxyvitamin D, in liver, and in 1,25-dihydroxyvitamin D, in kidney. This last reaction has a tight feedback mechanism. 1,25-dihydroxyvitamin D is the active hormone, and its actions are mediated mainly by nuclear receptors. Its major functions are in calcium metabolism and bone mass maintenance. Hypovitaminosis D, as a disease in adult people, manifests itself with hyp (mais) ocalcemia and secondary hyperparathyroidism with subsequent loss of trabecular bone, thinning of cortical bone, and, eventually, a higher risk of fractures. Hypovitaminosis D is a very common condition in Europe, Africa, North America and some South American countries, such as Chile and Argentina. Measurement of serum total 25-hydroxyvitamin D concentration is the gold standard to diagnose vitamin D deficiency. Serum concentrations below 50 nmol/L are associated with an increase in parathyroid hormone concentration, and bone loss. Risk factors for vitamin D deficiency, like poor sunlight exposition, aging skin and factors that interfere with normal vitamin D metabolism, are well established. Oral vitamin D supplementation, an easy and inexpensive treatment, is needed to treat this illness.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Redução da densidade mineral óssea em mulheres na menacme com prolactinoma/ Decreased bone mineral density in pre-menopause women with prolactinoma

Bussade, Isabela; Naliato, Erika C.O.; Mendonça, Laura Maria C.; Violante, Alice H.D.; Farias, Maria Lucia F.
2007-12-01

Resumo em português A hiperprolactinemia tumoral e conseqüente hipogonadismo têm sido associados à osteoporose. Avaliamos a densidade mineral óssea (DMO) por absortometria com dupla fonte de RX em 24 mulheres entre 18 e 49 anos, com prolactinoma (15 macro e 9 micro). Utilizamos teste t de Student não pareado ou Mann-Whitney para comparar subgrupos, e teste de Spearman para correlações. O maior acometimento foi de coluna lombar, onde 20,83% das pacientes tinham Z-escore (mais) etectamos diferenças densitométricas entre macro e microprolactinomas, nem entre pacientes com prolactina normal versus as hiperprolactinêmicas. A DMO e o Z-escore na coluna foram maiores nas pacientes com > 8 ciclos menstruais no ano anterior à densitometria versus as oligoamenorréicas (p = 0,030). O número de ciclos/ano correlacionou-se com a DMO na coluna (r = 0,515, p = 0,017), e o índice de massa corporal, com a DMO em colo femural (r = 0,563, p = 0,006) e fêmur total (r = 0,529, p = 0,011). Conclusões: Em nossa amostra de mulheres jovens com prolactinoma, 20,83% têm densidade óssea abaixo do esperado para a idade. O maior acometimento de regiões ricas em osso trabecular, como as vértebras, sugere a participação do hipogonadismo na gênese da doença óssea. Independentemente dos valores séricos de prolactina, o retorno dos ciclos menstruais parece ser o melhor índice de bom controle dessas pacientes. Resumo em inglês Tumoral hyperprolactinemia and consequent hypogonadism have been associated with osteoporosis. Bone mineral density (BMD) was measured by dual-energy RX absorptiometry in 24 patients with prolactinoma (15 macro and 9 micro adenomas; age range = 18 to 49 years). Student unpaired t or Mann-Whitney tests were used to compare groups, and Spearman test studied correlations. Lumbar spine (LS) was the most affected, as LS Z-score was (mais) nce was found in densitometric parameters for the comparison between macro and microprolactinoma, or those with normal prolactin versus hyperprolactinemia. LS BMD and LS Z-score were higher in the patients with > 8 menstrual cycles in the preceding year then in those with oligoamenorrhea (p = 0.030). The number of cycles was correlated to LS BMD (r = 0.515, p = 0.017) and body mass index to femoral neck BMD (r = 0.563, p = 0.006) and total femur BMD (r = 0.529, p = 0.011). CONCLUSIONS: Decreased bone mineral density was detected in 20.83% of our young patients with prolactinoma. The great involvement of trabecular bone skeletal regions, such as vertebrae, suggests the participation of hypogonadism in the pathogenesis of bone disease. Irrespective of prolactin levels, return to normal menses seems the best index of good control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Fisiopatologia da osteoporose induzida por glicocorticóide/ Pathophysiology of corticosteroid-induced osteoporosis

Lanna, Carla M.M.; Montenegro Jr., Renan M.; Paula, Francisco J.A.
2003-02-01

Resumo em português O hipercortisolismo crônico é a causa mais freqüente de osteoporose secundária, acometendo principalmente o osso trabecular. Aproximadamente 30-35% dos pacientes com síndrome de Cushing apresentam fraturas de vértebras por compressão e o risco de fraturas de colo de fêmur é aumentado em 50% nessa população. Vários mecanismos têm sido propostos para explicar a ocorrência de osteoporose nessa condição, como a ação direta dos glicocorticóides nas paratire� (mais) �ides e nas células ósseas, alterações na produção de prostaglandinas, citocinas, interleucinas, alterações na secreção do hormônio do crescimento (GH), do fator insulina símile-I (IGF-I) e esteróides gonadais. Resultados controversos têm sido apresentados quanto à alteração na secreção do PTH nesta situação, onde níveis normais e elevados têm sido descritos. A elevação da secreção de PTH pode ser secundária a distúrbios do metabolismo mineral induzidos pelo hipercortisolismo, como diminuição na absorção intestinal, aumento da excreção renal de cálcio, diminuição no número de receptores paratireoideanos para a 1,25(OH)2D3, anormalidades no limiar de sensibilidade do cálcio (set point) para a secreção do PTH e alteração na sua atividade. Nesta revisão, são discutidos diversos aspectos fisiopatológicos e possíveis mecanismos envolvidos na associação entre hipercortisolismo e osteoporose. Resumo em inglês Chronic hypercortisolism is the most frequent cause of secondary osteoporosis involving mainly trabecular bone. Approximately 30-35% of the patients with Cushing's syndrome present with compression fractures of vertebrae, and the risk of femoral neck fracture is increased in 50% in that population. Several mechanisms have been proposed to explain the association between hypercortisolism and osteoporosis, as the direct action of glucocorticoids in parathyroid glands and bo (mais) ne cells, alterations in the production of prostaglandins, citokines, interleukines, growth hormone (GH), insulin like growth factor I (IGF-I) and gonadal steroids. Contradictory results have been presented in relation to PTH secretion, where normal and high levels have been described. Elevated PTH secretion can occur as a consequence of disturbances in mineral metabolism, i.e. decrease in the intestinal absortion and elevation in the renal excretion of calcium, decrease in the number of parathyroid receptors for 1,25(OH)2D3, abnormalities in the calcium set point for PTH secretion, and alteration in PTH activity. In this review, several pathophysiologic aspects and possible mechanisms involved in the association between osteoporosis and hypercortisolism are discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Efeitos do processamento químico e da esterilização em Óxido de etileno em osso cortical e esponjoso de ratas: estudo com microscopia de luz e eletrônica de varredura/ Effects of chemical processing and oxide ethylene sterilization on cortical and cancellous rat bone: a light and electron scanning microscopy study

Castiglia, Marcello Teixeira; Silva, Juliano Voltarelli F. da; Thomazini, José Antonio; Volpon, José Batista
2009-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar, sob o ponto de vista microscópico, modificações estruturais do osso esponjoso e cortical, após serem submetidos a processamento químico e esterilização em óxido de etileno. MÉTODOS: Amostras de osso esponjoso e cortical foram obtidas de fêmures de ratas albinas jovens (Wistar)e separadas em quatro grupos contendo osso cortical e esponjoso: I- Fragmentos secos em estufa; II- Fragmentos secos em estufa e esterilizados em óxido de etileno; III- (mais) Fragmentos processados quimicamente; IV- Fragmentos processados quimicamente e esterilizados em óxido de etileno. Metade desse material foi analisada em microscópio eletrônico de varredura e, a outra metade, em microscopia de luz convencional. RESULTADOS: Houve preservação da morfologia geral das amostras em todos os grupos. Nos grupos submetidos ao processamento químico houve melhor preservação do conteúdo celular, enquanto que naqueles submetido ao óxido de etileno houve amalgamação fibrilar. CONCLUSÃO: O tratamento com óxido de etileno causou amalgamação das fibrilas possivelmente em decorrência do efeito do calor e o tratamento químico contribuiu para melhor preservação da estrutura óssea. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate, under microscopic examination, the structural changes displayed by the trabecular and cortical bones after being processed chemically and sterilized by ethylene oxide. METHODS: Samples of cancellous and cortical bones obtained from young female albinus rats (Wistar) were assigned to four groups according to the type of treatment: Group I-drying; Group II-drying and ethylene oxide sterilization; III-chemical treatment; IV-chemical treatment and ethy (mais) lene oxide sterilization. Half of this material was analyzed under ordinary light microscope and the other half using scanning electron microscopy. RESULTS: In all the samples, regardless the group, there was good preservation of the general morphology. For samples submitted to the chemical processing there was better preservation of the cellular content, whereas there was amalgamation of the fibres when ethylene oxide was used. CONCLUSION: Treatment with ethylene oxide caused amalgamation of the fibers, possibly because of heating and the chemical treatment contributed to a better cellular preservation of the osseous structure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Matriz óssea homóloga desmineralizada associada à medula óssea autógena fresca na artrodese vertebral dorsolateral lombar em coelhos/ Homologous demineralized bone matrix associated to autologous bone marrow in a rabbit dorsolateral lumbar vertebral fusion

Rizzo, D.; Del Carlo, R.J.; Silva, A.S.A.; Viloria, M.I.V.; Silva, P.S.A.; Pagani, F.F.
2005-04-01

Resumo em português Foi avaliada a matriz óssea homóloga desmineralizada (MOD), associada à medula óssea autógena fresca (MO), na artrodese vertebral dorsolateral lombar em 24 coelhos (grupo 1), depositada sobre os processos transversos de L5-L6 previamente descorticados. Em outros nove coelhos (grupo-controle), foi realizada apenas a descorticação dos processos transversos e nas diferentes avaliações, foi observada insignificante reação periosteal local, sem união óssea. No gru (mais) po 1, às cinco semanas de pós-operatório, 87,5% dos animais apresentaram união (artrodese) à palpação, seguido por 75 e 100% às sete e nove semanas, respectivamente. Os índices de artrodese aos RX foram de 50%, 62% e 75%, no mesmo período de avaliação. Histologicamente, às cinco semanas havia características de osteointegração da MOD com os processos transversos descorticados, de onde partiram os vasos sangüíneos que penetraram a matriz, e presença de ilhas de cartilagem no centro do enxerto. Nas semanas seguintes, a ossificação endocondral evoluiu e a MOD foi quase totalmente substituída por tecido ósseo trabecular, formando uma ponte de osso maduro entre e sobre os processos transversos adjacentes, propiciando ao segmento operado maior resistência mecânica em comparação aos segmentos adjacentes. A associação da MOD com a MO mostrou-se uma opção exeqüível e de baixo custo na artrodese vertebral dorsolateral lombar em coelhos. Resumo em inglês It was evaluated the homologous demineralized bone matrix (HDBM), associated with the fresh autogenous bone marrow (FABM), in the vertebral dorsolateral lumbar union in 24 rabbits (group 1), that was placed on the transverse processes of previously decorticated L5-L6 vertebrae. In other nine rabbits (control group), it was just accomplished the decortications of the transverse processes, which showed insignificant local periostial reaction, without bone union after differ (mais) ent evaluations. In the group 1, after five weeks of postoperative interval, 87.5% of the animals presented union (arthrodesis), which was observed by palpation, followed by 75 and 100% after seven and nine weeks, respectively. The arthrodesis indexes to X rays were of 50%, 62% and 75%, in the same evaluation period. According to histological analysis, after five weeks, there were characteristics of osteointegration of HDBM with the decorticated transverse processes, from where the blood vessels that penetrated the bone matrix originated, and the presence of cartilage tissue in the center of the graft. In the following weeks, the endocondral ossification continued and HDBM was almost totally substituted by trabecular bone tissue, forming a bridge of ripe bone among and over the adjacent transverse processes, propitiating larger mechanical resistance to the operated segment in comparison to the adjacent segments. The association of HDBM with the FABM showed as a feasible option with low cost in the vertebral dorsolateral lumbar arthrodesis in rabbits.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Proteínas morfogenéticas ósseas associadas a osso esponjoso autógeno na reparação de falhas experimentais na calota craniana de coelhos (Oryctolagus cuniculus)/ Bone morphogenetic proteins associated with autogenous bone graft in the reparation of calvarial experimental defects of rabbits (Oryctolagus cuniculus)

Monteiro, B.S.; Del Carlo, R.J.; Pinheiro, L.C.P.; Viloria, M.I.V.; Silva, P.S.A.; Souza, L.P.O.; Balbinot, P.Z.
2007-12-01

Resumo em português Foi avaliada a reparação óssea após implantação de proteínas morfogenéticas ósseas (BMP) em diferentes concentrações e períodos de observação, carreadas por auto-enxerto ósseo esponjoso (EOE), em falhas ósseas, produzidas na região fronto-parietal do crânio de 20 coelhas. A falha I não foi preenchida, a II foi completamente preenchida com 3mg de EOE e as falhas III, IV, V e VI foram preenchidas com EOE associado a 0,5; 1; 2 e 5mg de BMP, respectivamente (mais) . Nas avaliações mesoscópicas, post mortem, verificou-se que, independentemente do período de tratamento, o preenchimento ósseo iniciou-se a partir das bordas para o centro e do fundo para a superfície das falhas. Na falha I manifestou-se o menor preenchimento ósseo quando comparada com as demais falhas, em todos os períodos, e nas que receberam 2mg de BMP exibiu-se a melhor cobertura óssea. Microscopicamente, verificou-se que, aos sete dias, o preenchimento ósseo iniciou-se a partir das bordas e do fundo da lesão, com mobilização e diferenciação de células provenientes do periósteo e das meninges, respectivamente e, nas avaliações subseqüentes, a atividade osteoblástica originou-se, também, de "ilhas de ossificação" semelhantes a centros de ossificação, localizadas no centro da falha. A formação trabecular aumentou, proporcionalmente, com a concentração utilizada de BMP, e a aposição e organização óssea aumentaram com o tempo de observação. Verificou-se também a presença de tecido cartilaginoso. A BMP associada ao EOE contribuiu para a formação de novo tecido ósseo, promovendo maior mobilização, diferenciação e organização celular, e abreviou o tempo de formação óssea, sugerindo processo de ossificação endocondral. Os melhores resultados foram observados com a associação de 2mg de BMP a 3mg de enxerto, e a adição de BMP, mesmo em menor quantidade, determinou precocidade de formação óssea. A maior quantidade de BMP não determinou maior preenchimento ósseo. Resumo em inglês Aspects of bone repair were evaluated after implantation of bone morphogenetic proteins (BMP) in different concentrations. They were carried by autogenous bone graft in defects created on skulls of 20 adult, young female rabbits, randomizedly divided into five experimental groups and were observed at five times. After exposure of skull bones, six bone defects on the fronto-parietal region of each animal were performed. The defect I was not filled, the II was completed fil (mais) led with 3mg of autogenous bone graft and the defects III, IV, V, and VI were filled with autogenous bone graft associated with 0.5; 1; 2 and 5mg of BMP, respectively. In the post-mortem mesoscopic evaluations, it was observed that, independently of the treatment period of the defects, the bony filling began from the borders to the center, and from the botton to the surface of the lessions. The bony filling of the defect I was the smallest when compared with the others defects, in all the observation moments. It was also verified that until 2mg the higher the concentration of BMP used, better was the bone cover. Microscopically, it was verified in the first evaluations, on the seventh day, that the bony growth started from the borders and from the bottom of the lesion, with mobilization and differentiation of cells deriving from the periosteum and the meninges, respectively. In the subsequent evaluations, the osteoblastic activity also derived from "ossification islands" to ossification centers, located in the center of the flaw. The trabecular formation increased proportionally with the concentration of BMP used, and the apposition and bony organization increased proportionally with the time of observation. The presence of cartilaginous tissue was verified in all the flaws. In conclusion, the use the higher concentration of BMP did not determinate the better new bone formation. The association of BMP with autogenous bone graft contributed to the formation of new bony tissue, promoting larger mobilization, differentiation, and cellular organization. It also shortened the time of bony formation, suggesting an endocondral ossification process. The better quantities relation was 3mg of autogenous bone graft and 2mg of BMP. The addiction of BMP, even so in low concentration, collaborated to early formation of new bone.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Raquitismo e osteomalacia

Mechica, José B.
1999-12-01

Resumo em português Raquitismo e osteomalacia são defeitos da mineralização óssea. O raquitismo é caracterizado por anormalidades na formação na placa epifisária de crescimento, com áreas não mineralizadas, desorganização da arquitetura celular e retardo na maturação óssea. A osteomalacia é caracterizada pela deficiente mineralização da matriz osteóide do osso cortical e trabecular com acúmulo do tecido osteóide pouco mineralizado. São processos que, em geral, ocorrem a (mais) ssociados. Após o final do crescimento, com o fechamento da cartilagem epifisária, apenas a osteomalacia permanece. A falha do processo de mineralização tem como uma das principais causas a inadequada concentração extracelular de cálcio e fósforo, os dois principais componentes minerais do osso, e a falta ou comprometimento da ação dos elementos responsáveis pela sua absorção, particularmente a vitamina D. As principais manifestações clínicas como as deformidades ósseas e o atraso no crescimento, são semelhantes nos diferentes tipos de raquitismo e osteomalacia existem características que são específicas. As causas são adquiridas ou hereditárias e os recentes avanços em biologia molecular permitem a identificação dos genes envolvidos e das mutações. Essa discussão inclui os principais tipos da patologia. Resumo em inglês Rickets and osteomalacia are bone mineralization disorders. Rickets in children occurs due to abnormalities in bone formation at the epiphyseal growth plate and results in defective bone modelling. The growth plate is involved in a process characterized by defective calcification of cartilage, delayed maturation and disorganization of the architecture of the cartilage cells. In osteomalacia there is a failure to mineralize the osteoid organic matrix of bone. This defect r (mais) esults in excessive accumulation of osteoid throughout the skeleton. There is usually some decrease in bone density. Therefore, rickets occurs during growth in children and osteomalacia presents in adults. The mineralization of bone depends on availability and appropriate regulation of inorganic phosphate and calcium, that is made by vitamin D. The two components form a major part of hydroxyapatite, the mineral part of bone. Depletion of phosphate or calcium with abnormally low concentrations in extracellular fluid, results in rickets and osteomalacia. Although the clinical manifestations vary to some extend depending upon the underlying disorder, they are mainly related to skeletal deformity, and disturbances in growth. A number of different hereditary or acquired disorders are associated with the mechanism of defective mineralization. Recent advances in molecular genetics are permitting the identification of genes involved in human diseases from their chromossomal location. The ensuing discussion includes major types of rickets and osteomalacia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Autoenxerto de crista ilíaca de coelhos na união vertebral dorsolateral lombar/ Iliac crest autograft in rabbit dorsolateral spinal fusion

Silva, Alessandra S. Arreguy; Del Carlo, Ricardo Junqueira; Rizzo, Damaris; Viloria, Marlene Isabel Vargas; Marchesis, Denise; Monteiro, Betânia Souza
2004-08-01

Resumo em português Foi realizada artrodese dorsolateral das vértebras lombares L5-L6 de coelhos, avaliando-se a eficácia do autoenxerto da crista ilíaca na promoção de união vertebral. Foram utilizados 33 coelhos da raça Nova Zelândia Branco, distribuídos em dois grupos, com nove indivíduos no grupo 1 (G1), submetidos a descorticação bilateral dos processos transversos; e vinte e quatro indivíduos no grupo 2 (G2), que receberam 2g de autoenxerto da crista ilíaca sobre a área (mais) de descorticação. Três coelhos do G1 e oito do G2 foram submetidos à eutanásia as cinco, sete e nove semanas após o ato operatório e à avaliações por palpação, radiográfica e histológica no local do procedimento. Testes biomecânicos para avaliação de força e rigidez da união foram realizados somente nos animais do G2 e as vértebras adjacentes não operadas, serviram de controle. Os animais do G1 apresentaram mobilidade normal à palpação do segmento operado em todos os momentos de avaliação e não apresentaram evidência radiográfica de união. Na avaliação histológica foi observada discreta reação periosteal, sem evidências de formação de ponte óssea. No G2, as avaliações por palpação e radiográficas evidenciaram indícios de união óssea as cinco semanas, intensificando-se ao longo das semanas de avaliação. Na análise histológica foi observada reabsorção de fragmentos ósseos as cinco semanas, predominância de trabéculas ósseas e corações condróides, além de suprimento sanguíneo abundante as sete semanas e osteointegração em todo leito de enxertia as nove semanas, com predomínio de formação óssea endocondral. Os testes biomecânicos evidenciaram aumento da força e rigidez da massa óssea ao longo do tempo de avaliação. Quando foi realizada comparação das vértebras tratadas e não tratadas, os índices de união foram maiores em todos os momentos, no grupo tratado. Com os resultados foi possível concluir que alta percentagem de união vertebral foi conseguida quando o osso autógeno da crista ilíaca foi utilizado como material de enxertia em coelhos. Resumo em inglês The effectiveness of the iliac crest autograft in dorsolateral spinal fusion promotion of the lumbar vertebral body L5-L6 was evaluated in 33 New Zealand White rabbits, distributed in two groups, with nine animals in group 1 (G1), submitted the bilateral transverse processes decortification; and twenty-four in group 2 (G2), which received 2g of iliac crest autograft on decortificed bilateral transverse processes. Three rabbits of G1 and eight of G2 were killed at 5, 7 and (mais) 9 weeks after surgery and submitted to palpation, X-ray and light microscopic evaluations. The fusion site of animals of G2 was submitted to biomechanic tests accomplished for evaluation of force and rigidity. All animals of G1 presented normal mobility of the segment operated in all moments of evaluation and they didn't present fusion evidence in X-ray analysis. In the light microscopic evaluations periosteal discreet reaction was observed, without evidence of bony bridge formation. In G2, evaluation for palpation and x-rays evidenced bone fusion to the 5 weeks, intensifying along the weeks. At 5 weeks, in the light microscopic analysis, reabsorption of bone fragments was observed, presence of trabecular bone and chondroides hearts, besides the abundant irrigation to the 7 weeks and osteointegration in every grafted bed to the 9 weeks, with bone endochondral formation prevailing. Force and rigidity increase of the fusion bone mass along the time of evaluation was observed in the biomechanic test.. When a comparison of the treated vertebrae and no treated was accomplished, the union indexes were larger in all of the moments, in the treated group. A high percentage of vertebral fusion was gotten when iliac crest autograft was used in rabbits.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Plasma rico em plaquetas para reparação de falhas ósseas em cães/ Platelet-rich plasma for canine bone restoration

Barbosa, Anna Laeticia Trindade; Del Carlo, Ricardo Junqueira; Gomes, Hayala Castro; Oliveira, Aécio Carlos de; Monteiro, Betania Souza; Del Carlo, Brunna Nadur
2008-08-01

Resumo em português As plaquetas chegam rapidamente ao local da ferida e liberam múltiplos fatores de crescimento (FC) e citocinas que contribuem para a reparação óssea e aumentam a vascularização local. O Plasma Rico em Plaquetas (PRP) concentra as plaquetas e os FC liberados por elas, aceleram a formação óssea e melhora a qualidade do trabeculado. Este trabalho apresenta um protocolo para confecção de PRP e demonstra alguns aspectos da sua utilização na reparação óssea de c (mais) ães. O protocolo foi desenvolvido a partir de sangue coletado por punção jugular em três cães adultos, pesando em média 20kg. Para avaliação da aplicação clínica e dos aspectos da reparação óssea, foram criadas duas falhas mediais no terço proximal de cada tíbia. Assim, a falha 1 não foi preenchida, constituindo o controle, a falha 2 foi preenchida com 3mg de enxerto ósseo autógeno da crista da tíbia, a falha 3 com gel de plaquetas (PRP) e falha a número 4 com a associação PRP e 3mg de enxerto ósseo autógeno. O protocolo laboratorial proposto mostrou-se de fácil execução e de baixo custo e possibilitou a concentração adequada de plaquetas no PRP final, cujo número foi dependente da contagem inicial no sangue total de cada animal. A comparação da radiopacidade na região da falha, em todos os tratamentos, e ao longo do tempo demonstrou que o PRP associado ao enxerto determinou maior precocidade e uniformidade de radiopacidade, quando comparado à falha preenchida pelo PRP e ao enxerto usados isoladamente, e sendo que ambos determinam melhores resultados de preenchimento que a falha mantida sem tratamento. Resumo em inglês The platelets arrive quickly at the injury site and release several growth factors (GF) and citokines that contribute to bone repair and increasing local vascularization. The Platelet-rich Plasma (PRP) concentrates the platelets and their growth factors, increasing the rate of bone formation and better quality of trabecular bone. This research presents a protocol to PRP formulation and demonstrates some aspects about the use in canine bone repair. In this protocol blood w (mais) as obtained from the jugular ven of tree adult dogs with medium weight of 20kg to produce PRP. Two defects in the medial aspect of proximal third of the tibia were surgically created to evaluate the clinical and radiographic aspect of PRP. The control defect wasn’t treated.The defect 2 was filled with 3 mg of autogenous bone graft from the tibia crest. The defect 3 was filled with PRP alone and the number 4 with PRP in the combination with 3mg autogenous bone graft. The proposed laboratory protocol demonstrated to be easy to execute at low cost. Further, it was adequate to concentrate platelets in final PRP, whose number was dependent on the blood from each dog. Comparing the defect regions, was concluded that the association of PRP and bone graft showed greater precocity and uniform radiopacity than the PRP or bone graft isolated, although both determine better results than the defect without treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

O alendronato de sódio na prevenção da osteopenia secundária à imobilização gessada, em ratas: avaliação histomorfométrica/ Alendronate sodium to prevent osteopenia caused by cast immobilization in female rats: histomorphometric evaluation

Volpon, José B.; Cecim, Paulo Eugênio Santos; Miyase, Cátia Isumi; Gava, Nelson Fabrício
2008-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar, por meio da histomorfometria, o efeito do alendronato de sódio sobre o trabeculado ósseo de ratos, quando administrado simultaneamente com imobilização gessada. MÉTODOS: Foram utilizados quatro grupos com cinco fêmeas de ratos Wistar: 1) imobilizado; 2) não imobilizado + alendronato; 3) imobilizado + alendronato; e 4) controle. A imobilização foi feita com gesso pelvipodálico aplicado até o membro posterior direito e o alendronato foi admini (mais) strado em doses semanais. O período de observação foi de 28 dias e realizada histomorfometria da metáfise proximal da tíbia, com análise do número de trabéculas, volume ósseo, espessura trabecular e separação trabecular. RESULTADOS: O grupo imobilizado apresentou volume ósseo menor que os demais grupos. Os animais que receberam alendronato semanal, tanto imobilizados, quanto não imobilizados, apresentaram volume ósseo maior que o controle. A espessura trabecular no grupo imobilizado foi menor do que nos grupos controle e não imobilizado que recebeu alendronato, mas não apresentou diferença significativa em relação ao imobilizado com alendronato. O grupo imobilizado apresentou separação trabecular maior que os demais grupos. Os grupos não imobilizado, sem imobilização que recebeu alendronato e imobilizado que recebeu alendronato apresentaram aumento no número de trabéculas em relação ao grupo imobilizado. CONCLUSÃO: A imobilização empregada efetivamente levou à osteopenia, verificada pela diminuição de todos os principais parâmetros histomorfométricos estudados. Estas alterações foram prevenidas pela administração concomitante de alendronato sódico, exceto com relação à espessura trabecular. O alendronato de sódio foi capaz de aumentar os parâmetros morfométricos, mesmo em animais não imobilizados. Resumo em inglês OBJECTIVE: Using histomorphometric means to analyze the effect of alendronate sodium on the bone trabeculate of rats administered concomitantly with cast immobilization. METHODS: Female Wistar rats were distributed in four groups with five animals each: 1) cast-immobilized; 2) no immobilization + alendronate; 3) cast-immobilized + alendronate; and 4) control. Immobilization was done with pelvipodalic cast applied till the right hind limb and alendronate was administered i (mais) n weekly doses. The observation period was 28 days and histomorphometric evaluations were performed in the proximal tibial metaphysis, analyzing the number of trabeculae, bone volume, trabecular thickness, and trabecular separation. RESULTS: The immobilized group presented less bone volume than the other groups. The animals receiving alendronate every week, whether or not immobilized, presented a greater bone volume than the control group. Trabecular thickness in the immobilized group was less than in the control and in the non-immobilized groups that received alendronate, but had no significant difference when compared to the immobilized with alendronate group. The immobilized group presented greater trabecular separation than the other groups. In the non-immobilized groups, the non-immobilized group that received alendronate and the immobilized group that received alendronate presented an increased number of trabeculae when compared to the immobilized group. CONCLUSION: The immobilization used led to osteopenia, as confirmed by the decrease in all of the main histomorphometric parameters studied. Such changes were prevented with the concomitant administration of alendronate sodium, exception being made to the trabecular thickness. Alendronate sodium was able to increase morphometric parameters, even in non-immobilized animals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

O Zoledronato no tratamento da osteoporose umeral em ratas: estudo prospectivo e randomizado/ Zoledronate for treatment of humeral osteoporosis in female rats: a prospective randomized trial

Palacio, Evandro Pereira; Jacob, Eduardo Martinelli; Campi, Thiago Balthazar; Müller, Sérgio Swain
2010-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar as repercussões clínicas, biomecânicas e histomorfométricas do zoledronato no tratamento da osteoporose umeral em ratas osteoporóticas. MÉTODOS: Analisou-se, prospectivamente, 40 ratas (Rattus novergicus albinus). Com 60 dias de vida, foram aleatorizadas em dois grupos de acordo com o procedimento cirúrgico: ooforectomia bilateral (O) (n=20) e pseudo-cirurgia (P) (n=20). Após trinta dias, os animais foram novamente randomizados, de acordo com (mais) a administração de 0,1mg/kg de zoledronato (AZ) ou água destilada (AD): OAZ (n=10), OAD (n=10), PAZ (n=10) e PAD (n=10). Após doze meses, os animais foram eutanasiados e seus úmeros retirados. Clinicamente considerou-se o peso dos animais; biomecanicamente foram realizados ensaios compressivos e histomorfometricamente foi determinada a área trabecular óssea. RESULTADOS: Os grupos "O" tiveram um aumento de peso maior que os grupos "P" (p=0,005). Os grupos com zoledronato suportaram maior carga máxima que os grupos com água destilada (p=0,02). Nos grupos com zoledronato verificou-se o aumento da área trabecular óssea quando comparados aos grupos com água destilada (p=0,001). Houve correlação positiva entre a área trabecular e a carga máxima (p=0,04; r=0,95). CONCLUSÃO: O zoledronato não influiu no peso dos animais. Os resultados mostraram o aumento da resistência óssea umeral e da área trabecular óssea. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the clinical, biomechanical and histomorphometric effects of zoledronate in the humerus of ovariectomized rats. METHODS: Forty female rats (Rattus norvegicus albinus) were prospectively evaluated. Within 60 days, animals were randomized into two groups: ovariectomy (O) (n=20) or sham surgery (P) (n=20). Within 90 days, groups "O" and "P" were subdivided into four groups, according to the administration of zoledronate (AZ) or deionized water (AD): OA (mais) Z (n=10), OAD (n=10), PAZ (n=10) and PAD (n=10). Within 15 months, animals were sacrificed. Body weight was used for clinical study, axial compression tests for the biomechanical study and cancellous bone area for the histomorphometric study. RESULTS: Ovariectomized groups had greater body weight gain than the sham groups (p=0.005). Zoledronate groups had greater body weight gain compared to the deionized water groups (p=0.68). Maximum load support was greater in the groups treated with zoledronate (p=0.02). An increase in cancellous bone area was noted in the groups treated with zoledronate (p=0.001). A positive correlation was shown in the evaluation of cancellous area and maximum load (p=0.04; r=0.95). CONCLUSIONS: Zoledronate had no effect on animals' body weight. Groups treated with zoledronate had increased maximum load support and cancellous bone area.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Hormônio da paratireóide (1-34) no tratamento da osteoporose/ Parathyroid hormone (1-34 PTH) for the treatment of osteoporosis

Bracco, Oswaldo Luis; Kayath, Márcia Jeha; Vieira, José Gilberto H.
2003-06-01

Resumo em português O hormônio da paratireóide (PTH) é produzido nas glândulas paratireóides e atua no tecido ósseo e rins, controlando a concentração sérica do cálcio e fósforo. Há muito tempo, observou-se que doses intermitentes de PTH poderiam agir anabolicamente no tecido ósseo. Vários estudos clínicos demonstram que o PTH recombinante humano (1-34) aumenta a densidade mineral óssea, promove ganho de tecido ósseo com melhora da conectividade trabecular e reduz o risco de (mais) fraturas vertebrais e extra-vertebrais em mulheres com osteoporose da pós-menopausa, mulheres com osteoporose corticóide-induzida e homens com osteoporose idiopática. A redução do risco de fraturas promovida pelo PTH (1-34) persiste após a suspensão da terapêutica, indicando seu efeito prolongado no tecido ósseo. Revisamos os dados existentes na literatura sobre o efeito anabólico do PTH (1-34) no tecido ósseo e seu uso clínico no tratamento da osteoporose. Resumo em inglês Parathyroid glands produce the parathyroid hormone (PTH) that acts on bone and kidneys controlling calcium and phosphorus serum concentration. It has long been known that PTH can act as an anabolic hormone if it is given by small and intermittent doses. Recently, there are data showing that PTH (1-34) increases bone mineral density, increases bone mass, improves trabecular connectivity, and reduces the risk of vertebral, non-vertebral and hip fractures in women with postm (mais) enopausal or corticoid-induced osteoporosis and in men with idiopathic osteoporosis. The effect of PTH (1-34) is sustained along the time, even when PTH (1-34) is withdrawn. In this article, we looked over the literature data about PTH (1-34) anabolic action in the bone and its use to treat osteoporosis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Histomorfometria óssea de ratas hipertireóideas lactantes e não-lactantes/ Bone histomorphometry of lactating and no lactating hyperthyroid rats

Serakides, Rogéria; Ocarino, Natália de Melo; Magalhães, Fernanda do Carmo; Souza, Cíntia de Almeida; Leite, Eveline Dias; Freitas, Edmilson Santos de
2008-06-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi verificar se o hipertireoidismo potencializa a osteopenia causada pela lactação. Foram utilizadas 24 ratas adultas distribuídas em quatro grupos: eutireóideo não lactante (controle), eutireóideo lactante, hipertireóideo não-lactante e hipertireóideo lactante. Todos os animais foram necropsiados, 20 dias após a gestação. As vértebras torácicas e lombares, o fêmur e a tíbia foram colhidos, descalcificados e submetidos à análise (mais) histomorfométrica. O grupo eutireóideo lactante apresentou osteopenia intensa em todos os sítios ósseos estudados. No grupo hipertireóideo não-lactante, não houve alteração da porcentagem de tecido ósseo trabecular nos sítios analisados. No grupo hipertireóideo lactante, havia osteopenia na tíbia e no fêmur, semelhante à do grupo eutireóideo lactante. Mas a porcentagem de tecido ósseo trabecular em todos os corpos vertebrais foi significativamente maior em comparação ao grupo eutireóideo lactante. Conclui-se que o hipertireoidismo não agrava a osteopenia lactacional em ratas, mas minimiza a osteopenia vertebral por estimular a atividade osteoblástica. Resumo em inglês The objective of this study was to verify if hyperthyroidism potentiates the osteopenia lactational. 24 adult female rats were distributed in four groups: euthyroid no lactating (control), euthyroid lactating, hyperthyroid no lactating and hyperthyroid lactating. 20 days after gestation, all the animals were necropsied. The thoracic and lumbar vertebrae, the femur and tibia were decalcified and processed for histomorphometric analysis. The euthyroid lactating group presen (mais) ted intense osteopenia in the studied bones. In the hyperthyroid no lactating group, there was not any change in trabecular bone percentage in none of the analyzed bone. In the hyperthyroid lactating group, there was osteopenia in the tibia and femur, similar to the one in the euthyroid lactating group. But the trabecular bone percentage in all the vertebral bodies was significantly larger in comparison with the euthyroid lactating group. It was concluded that the hyperthyroidism does not potentiate the osteopenia lactational in female rats, but it minimizes the vertebral osteopenia once it stimulates the osteoblastic activity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Estudo preliminar da utilização de otólitos de Cynoscion acoupa sobre o processo de neoformação óssea em ratos/ Preliminary study of using otoliths of Cynoscion acoupa upon the process of bone regeneration in rats

Valido, Daisy Pereira; Bastos, Talita Santos; Albuquerque-Júnior, Ricardo Luiz Cavalcanti de; Ribeiro, Maria Amália Gonzaga; Barreto, André Luiz Santos; Xavier-Filho, Lauro; Rodrigues, Sheyla Alves; Brito, Ana Maria Guedes de
2010-08-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Otólitos são concrescências calcárias presentes no ouvido interno de peixes. Por serem ricos em minerais considerados essenciais ao processo de mineralização óssea sobre uma matriz proteica (otolina), sugere-se que otólitos poderiam funcionar como biominerais. OBJETIVO: Avaliar a capacidade de regeneração de defeitos ósseos tratados com preparado gelatinoso estéril de otólitos. MATERIAL E MÉTODO: O experimento foi realizado com 20 ratos Wistar, (mais) distribuídos aleatoriamente em dois grupos, nos quais se realizou defeito ósseo na tíbia, sendo o grupo 1 (G1) experimental, cujas lojas ósseas foram preenchidas com preparado de otólitos, e o grupo 2 (G2) controle, cujas lojas ósseas não receberam tratamento adicional. Os animais foram sacrificados 14 dias após os procedimentos cirúrgicos; as tíbias foram removidas, fixadas em formalina a 10%, descalcificadas em ácido nítrico a 5% e processadas histologicamente. Antes dos sacrifícios, foram coletadas amostras sanguíneas para avaliação das dosagens séricas de cálcio (Ca) e fosfatase alcalina (Alkp). RESULTADOS: As secções histológicas revelaram que o trabeculado ósseo neoformado mostrou-se mais denso e com atividade osteorreabsortiva periosteal menos conspícua no grupo experimental. Entretanto, não demonstraram diferenças estatisticamente significativas na área de neoformação óssea entre G1 (1,9 ± 0,3 mm²) e G2 (1,5 ± 0,4 mm²) (p = 0,0617). Os parâmetros bioquímicos (Ca e Alkp) apresentaram-se dentro dos limites de normalidade. DISCUSSÃO/CONCLUSÃO: Os dados sugerem que os otólitos podem desempenhar papel adjuvante na dinâmica da regeneração óssea. Resumo em inglês INTRODUCTION: Otoliths are calcareous concrescences present in the inner ear of fishes. Since they are rich in minerals considered essential to the bone mineralization process on a protein matrix (otolin), it has been suggested that otoliths may work as biominerals. OBJECTIVE: The objective in this study was to analyze the regeneration capacity of bone defects treated with sterile gelatinous otolith preparation. MATERIAL AND METHOD: The experiment was performed with 20 Wi (mais) star rats randomized into two groups, in which a bone defect was inflicted in the tibia. In group 1 (experimental), bone cavities were filled with otoliths. In group 2 (control), bone cavities did not receive any additional treatment. The animals were sacrificed 14 days after surgical procedures. The tibias were removed, fixed in formalin at 10%, decalcified in nitric acid at 5% and histologically processed. Before sacrifice, blood samples were collected to evaluate serum dosage of calcium (Ca2+) and alkaline phosphatase (Alkp). RESULTS: Histological sections revealed that the newly formed trabecular bone was denser and the periosteal reabsorptive activity was less conspicuous in the experimental group. However, there was no statistically significant difference in the area of bone formation between G1 (1.9 ± 0.3 mm²) and G2 (1.5 ± 0.4 mm²) (p = 0.0617). Biochemical (Ca2+ and Alkp) parameters were within normal range. DISCUSSION/CONCLUSION: These data suggest that otoliths may be an adjuvant to the dynamics of bone regeneration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Efeitos sítio-ósseo dependentes no fêmur e vértebra de ratas com disfunções tireoidianas/ Bone site-dependent effects on femur and vertebrae of female rats with thyroid dysfunctions

Boeloni, Jankerle Neves; Silva, Juneo Freitas; Magalhães, Flávia do Carmo; Goes, Alfredo Miranda; Serakides, Rogéria
2010-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar as diferenças sítio-ósseo dependentes no efeito das disfunções tireoidianas no fêmur e vértebras lombares de ratas. MÉTODOS: 33 ratas Wistar com dois meses de idade foram distribuídas em três grupos: eutireoideas (controle), hipotireoideas e hipertireoideas. Após 90 dias de tratamento para indução do hipo e hipertireoidismo, as ratas foram eutanasiadas, o sangue foi colhido para dosagem de T4 livre e os fêmures e as vértebras lombares (L1- (mais) L3) foram descalcificados e processados para análise da porcentagem de tecido ósseo trabecular. RESULTADOS: O grupo hipertireoideo apresentou porcentagem de tecido ósseo trabecular significativamente mais elevada na metáfise femoral, em comparação ao controle. Mas o hipertireoidismo não alterou a porcentagem de tecido ósseo trabecular na vértebra. O hipotireoidismo reduziu significativamente a porcentagem de tecido ósseo trabecular em comparação aos demais grupos nos segmentos 1-3 das vértebras lombares, mas não alterou a porcentagem de tecido ósseo trabecular no fêmur. CONCLUSÃO: O efeito do hipotireoidismo e do hipertireoidismo sobre a histomorfometria óssea é diferente e dependente do sítio ósseo. Resumo em inglês OBJECTIVE: Evaluating bone site-dependent differences in the effect of thyroid dysfunctions on the femur and lumbar vertebrae of female rats. METHODS: Thirty-three 2-month-old female wistar rats were distributed in three groups: euthyroid (control), hypothyroid and hyperthyroid. Ninety days after treatment for hypothyroidism and hyperthyroidism induction, the female rats were euthanized; the blood was collected for free T4 dosage and the femurs and segment 1-3 of the lumb (mais) ar vertebrae were decalcified and processed for analysis of the trabecular bone percentage. RESULTS: The hyperthyroid group showed significantly higher trabecular bone percentage in the femoral metaphysis, in comparison with the control group. But the hyperthyroidism group did not increase the trabecular bone percentage in the lumbar vertebrae. The hypothyroidism group significantly reduced the trabecular bone percentage in the lumbar vertebrae, but did not alter the trabecular bone percentage in the femur. CONCLUSION: The effect of hypothyroidism and hyperthyroidism on bone histomorphometry is different in each condition and bone site-dependent.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Efeito do ácido zoledrônico em tíbias de ratas ooforectomizadas: estudo prospectivo e randomizado/ Effects of zoledronic acid on ooforectomized rats' tibiae: a prospective and randomized study

Pereira, Fernando Roberto Alves; Dutra, Ricardo César; Olímpio, Thiago César Reis; Müller, Sérgio Swain; Palacio, Evandro Pereira
2009-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar as repercussões clínicas, biomecânicas e histomorfométricas do ácido zoledrônico em tíbias de ratas osteoporóticas, após ooforectomia bilateral. MÉTODOS: Foram estudadas, prospectivamente, 40 ratas da linhagem Wistar (Rattus novergicus albinus). Com 60 dias de vida, os animais foram aleatorizados em dois grupos de acordo com o procedimento cirúrgico: ooforectomia bilateral (O) (n=20) e pseudo-cirurgia ("sham") (P) (n=20). Após 30 dias, os (mais) animais foram divididos em quatro subgrupos, de acordo com a administração de 0,1mg/kg de ácido zoledrônico (AZ) ou água destilada (AD): OAZ (n=10), OAD (n=10), PAZ (n=10) e PAD (n=10). Após 12 meses, os animais foram eutanasiados e suas tíbias analisadas. No estudo clínico foi considerado o peso dos animais; no estudo biomecânico foram realizados ensaios compressivos e na análise histomorfométrica foi determinada a área trabecular óssea. RESULTADOS: Os grupos "O" tiveram aumento de peso significativamente maior que os grupos "P" (p=0,005). Os grupos OAZ e PAZ tiveram aumento, não significativo, de peso quando comparados aos grupos OAD (p=0,47) e PAD (p=0,68). Os grupos com ácido zoledrônico e com água destilada suportaram carga máxima, semelhante (p=0,2), no momento em que ocorreu fratura. Nos grupos com ácido zoledrônico verificou-se o aumento não significante da área trabecular óssea quando comparados aos grupos com água destilada (p=0,21). Houve correlação positiva entre a área trabecular e a carga máxima (p=0,04; r=0,95). CONCLUSÃO: O ácido zoledrônico não influiu significativamente no peso dos animais. Os resultados mostraram aumento, não significante, tanto da resistência óssea diafisária tibial, como da área trabecular óssea. Resumo em inglês OBJECTIVE: To investigate clinical, biomechanic and histomorphometric effects of zoledronic acid on osteoporotic rats'tibiae after bilateral ooforectomy. METHODS: 40 female Wistar (Rattus novergicus albinus) rats were prospectively studied. On the 60th day of life, the animals were randomized into two groups according to the surgical procedure: bilateral ooforectomy (O) (n=20) and sham surgery ("sham") (P) (n=20). After 30 days, the animals were divided into four groups, (mais) according to the administration of zoledronic acid (ZA) 0.1mg/kg or distilled water (DW): OZA (n=10), ODW (n=10), PZA (n=10) and PDW (n=10). After 12 months, the animals were sacrificed, and had their tibiae assessed. In the clinical study, animals'weight was considered; in the biomechanical study, compressive assays were applied and, in the histomorphometric analysis, the bone trabecular area was determined. RESULTS: "O" groups showed a significantly greater weight gain than "P" groups (p=0.005). Groups OZA and PZA showed an insignificant weight gain when compared to ODW (p=0.47) and PDW (p=0.68). The groups receiving zoledronic acid and distilled water were able to bear maximum load, similar (p=0.2), at the moment of fracture. In the groups receiving zoledronic acid, an insignificant increase of the bone trabecular area was found when compared to the groups receiving distilled water (p=0.21). There was a positive correlation between trabecular area and maximum load (p=0.04; r=0.95). CONCLUSION: Zoledronic acid did not significantly influence animals' weight. The results showed an insignificant increase both of the tibial shaft bone resistance and the bone trabecular area.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Efeito do extrato de Ginkgo biloba L., Ginkgoaceae, na osteoporose induzida em ratas Wistar/ Effect of the aqueous extract of Ginkgo biloba L., Ginkgoaceae, in induced osteoporosis in Wistar rats

Lucinda, Leda M. F.; Vieira, Beatriz J.; Salvador, Pollyanna A.; Oliveira, Tânia T. de; Peters, Vera M.; Reis, João E. de P.; Guerra, Martha de O.
2010-07-01

Resumo em português Este trabalho investigou os efeitos do tratamento por vinte dias com extrato de Ginkgo biloba (EGb) na osteoporose induzida por glicocorticóides. Foram utilizadas 36 ratas divididas em seis grupos (n=6): Controle, osteoporose, controle positivo, EGb1 (14 mg EGb/mg/kg/dia), EGb2 (28 mg EGb/kg/dia) e EGb3 (56 mg EGb/kg/dia). Os tratamentos foram realizados por vinte dias, após a indução da osteoporose. Após a eutanásia foram removidos o fêmur e a mandíbula de todos (mais) os animais. A mandíbula esquerda foi radiografada digitalmente para avaliação da cortical e do suporte ósseo periodontal (SOP). A análise histomorfométrica foi realizada no fêmur e mandíbula direitos. O grupo controle foi comparado ao grupo osteoporose (Teste t de Student) e os demais grupos foram submetidos a ANOVA, seguido do teste post-hoc de Dunnett. Houve redução significava do SOP mesial, percentual ósseo alveolar (POA) mandibular, percentual ósseo trabecular (POT) do fêmur no grupo osteoporose. Houve aumento do SOP mesial no grupo controle positivo, EGb2 e EGb3. O POA da mandíbula e o POT do fêmur aumentaram nos grupos EGb2 e EGb3. O EGb nas doses de 28 mg/kg e 56 mg/kg recuperou de forma significativa o SOP mesial, o POA da mandíbula e o POT do fêmur. Resumo em inglês The objective of this study was to investigate the effect of a 20 day treatment with extract of Ginkgo biloba (EGb) in glucocorticoid-induced-osteoporosis. 36 rats were divided into six groups (n=6): control, osteoporosis, positive control, EGb1 (14 mg EGb/kg/day), EGb2 (28 mg EGb/kg/day) and EGb3 (56 mg EGb/kg/day). Treatments were conducted for twenty days, after osteoporosis was induced. Following euthanasia the femur and mandible of all animals were removed. The left (mais) mandible was radiographed to evaluate the cortical and the periodontal bone support (PBS). The histomorphometric analysis was performed on the right mandible and the right femur. The control group was compared with the osteoporosis group (Student's t-test). The other groups were analyzed through ANOVA test followed by Dunnett post-hoc test. There was a significantly reduction in the mesial PBS, in the percentage of the alveolar bone (PAB) of the mandible and percentage of the trabecular bone (PTB) of the femur in the osteoporosis group. There was an increase in the mesial PBS in the positive control group, EGb2 and EGb3. The PAB of the mandible and the PTB of the femur increased in the EGb2 and EGb3 groups. The EGb in the 28 mg/kg and 56 mg/kg doses were effective to increase the mesial PBS, the PAB of the mandible and the PTB of the femur.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Efeito de um novo produto fermentado de soja, enriquecido com isoflavonas e cálcio, sobre o tecido ósseo de ratas

Bedani, Raquel; Rossi, Elizeu Antonio; Lepera, José Salvador; Chenwei Wang, Charles; Font de Valdez, Graciela
2006-06-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da ingestão de um produto a base de soja, fermentado com Enterococcus faecium e Lactobacillus jugurti, enriquecido com isoflavonas e cálcio sobre o peso corpóreo e sobre o tecido ósseo de ratas maduras ovariectomizadas. Os animais foram divididos em 5 grupos: pseudo-ovariectomizados, ovariectomizados, ovariectomizados que ingeriram produto fermentado de soja enriquecido com isoflavonas e cálcio, ovariectomizados que ingeri (mais) ram produto fermentado de soja enriquecido com cálcio e ovariectomizados que ingeriram produto não fermentado enriquecido com cálcio. Tíbias e fêmures foram utilizados para análise do comprimento ósseo; ensaio mecânico de flexão de três pontos; densidade óssea (princípio de Arquimedes); conteúdo mineral ósseo; conteúdo de cálcio ósseo e medida das larguras das trabéculas. A ingestão do produto fermentado de soja enriquecido com isoflavonas e cálcio apesar de não ter exercido efeitos nos parâmetros como comprimento, densidade, conteúdo mineral, conteúdo de cálcio e carga máxima suportada, foi capaz de evitar o aumento de peso corpóreo causado pela ovariectomia, além de ter demonstrado uma tendência à proteção das trabéculas, prevenindo a redução da largura das mesmas ocasionada pela castração. Resumo em inglês Summary The objective was to evaluate the effect of soy fermented product intake on the corporal weight and bone tissue of ovariectomized mature rats. This product was fermented with Enterococcus faecium and Lactobacillus jugurti and enriched with isoflavones and calcium. The animals were divided in 5 groups: sham-ovariectomized; ovariectomized; ovariectomized treated with soy fermented product enriched with isoflavones and calcium; ovariectomized treated with soy ferment (mais) ed product enriched with calcium and ovariectomized treated with non-fermented product enriched only with calcium. In order to evaluate the effect of the tested product on bone tissue (femur and tibia), the following parameters were analyzed: length; mechanical assay of three points; density (Archimedes principle); mineral content; calcium content; measure of the trabecular widths. The corporal weight of group treated with soy fermented product containing isoflavones and calcium showed no statistical difference from sham-ovariectomized group and trabecular widths tended to have larger than ovariectomized group. However, there was no significant difference to the other evaluated parameters in result of the diverse treatments. Thus, soy fermented product enriched with isoflavones and calcium inhibited the increasing of corporal weight caused by ovariectomy and revealed a tendency to trabecular protection after castration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Alterações radiográficas do tálus no pé torto congênito após liberação cirúrgica pela técnica de McKay/ Radiographic changes of the talus in congenital clubfoot after surgical release using the mckay procedure

Pinto, José Antonio; Hernandes, Andréa Canizares; Buchaim, Thais de Paula; Blumetti, Francesco Camara; Chertman, Carla; Yamane, Patrícia Corey; Fernandes, Artur da Rocha Corrêa
2010-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar as alterações morfológicas do tálus após o tratamento cirúrgico do pé torto congênito pela técnica de McKay. MÉTODOS: Foram analisadas, retrospectivamente, radiografias em perfil com carga dos pés de 14 pacientes com pé torto congênito unilateral submetidos ao tratamento pela técnica de McKay por dupla incisão. Todos os pacientes foram operados pelo mesmo cirurgião, com média de 6,53 anos entre a cirurgia e a radiografia. Comparamos as (mais) características do tálus dos pés operados com os parâmetros radiográficos dos pés contralaterais. Avaliamos a presença de deformidade do dômus e da cabeça do tálus (avaliação da esfericidade), a altura e o comprimento do tálus, a presença e grau de subluxação do navicular, a alteração do ângulo de Gissane e o padrão do trabeculado ósseo. RESULTADOS: Alterações da cabeça do tálus ocorreram em 92,8% dos casos; do dômus, em 92,8%; e do trabeculado, em 100%. A relação entre o comprimento do tálus do pé operado sobre o contralateral variou de 0,61 a 0,88 (média de 0,79; DP = 0,09), e da altura de 0,57 a 0,98 (média de 0,82; DP = 0,12). O ângulo de Gissane aumentou em todos os pés operados, e todos apresentaram subluxação do navicular, com índice variando de 6,43 a 59,75% (média de 26,34%; DP = 16,66%). CONCLUSÕES: Alterações talares ocorreram em 100% dos pés tratados pela técnica de McKay. Estabelecer parâmetros radiográficos para descrever e quantificar essas deformidades mostrou-se viável através de técnicas simples e de fácil execução. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the morphologic changes of the talus after surgical treatment of congenital clubfoot using the McKay procedure. METHODS: We retrospectively analyzed lateral standing radiographs of the feet in 14 patients with unilateral clubfoot treated by the McKay procedure. All patients were operated on by the same surgeon, with an average of 6.53 years between surgery and the radiograph. We compared the characteristics of the talus between the operated foot and (mais) the contralateral foot. We evaluated the deformity of the domus and the head of the talus (sphericity evaluation), the talar length and height, the presence and percentage of navicular subluxation, changes in the Gissane angle, and the trabecular pattern of the bone. RESULTS: Deformities of the head of the talus were observed in 92.8% of the patients; of the domus in 92.8%; and of the trabecular pattern in 100%. The ratio between the talar lengths of the operated foot and the contralateral foot ranged from 0.61 to 0.88 (Mean 0.79, SD = 0.09), while the height ratio ranged from 0.57 to 0.98 (Mean 0.82, SD = 0.12). The Gissane angle was increased in all of the operated feet, which also showed some degree of navicular subluxation, ranging from 6.43 to 59.75% (Mean 26.34%, SD = 16.66%). CONCLUSIONS: Abnormal talar findings were observed in 100% of the feet treated using the McKay procedure. The establishment of radiographic parameters to describe and quantify these deformities was feasible through simple and easy techniques.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Achados de imagem por tomografia computadorizada e ressonância magnética do os styloideum em atleta sintomático/ Computed tomography and magnetic resonance imaging findings of os styloideum in a symptomatic athlete

Gomes, André Francisco; Paganella, Vinícius Chissini; Paganella, Mateus Chissini; Henkin, Caroline Schwartz; Giostri, Giana
2010-06-01

Resumo em português Os styloideum é um ossículo acessório, imóvel, localizado dorsalmente no carpo, que representa uma variante anatômica. A associação entre os styloideum e dor no punho é conhecida clinicamente como "carpal boss syndrome". Os autores relatam um caso de os styloideum com edema ósseo trabecular no estudo por ressonância magnética em atleta jovem tenista, com revisão da literatura deste achado. Resumo em inglês Os styloideum is an accessory ossicle located dorsally on the wrist that represents an anatomic variant. Association between the os styloideum and wrist pain is clinically known as "carpal boss syndrome". The authors report a case of bone marrow edema in the os styloideum diagnosed by magnetic resonance imaging in a young tennis player, and present a literature review on this finding.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)