Sample records for toilets
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 9 shown.



1

Perfil das creches de uma cidade de porte médio do sul do Brasil: operação, cuidados, estrutura física e segurança/ Daycare centers in a medium-sized Brazilian city: operations, child-care practices, infrastructure, and safety

Barros, Aluísio J. D.; Gonçalves, Evandro V.; Borba, Cátia R. S. de; Lorenzatto, Cláudia S.; Motta, Débora B.; Silva, Vera Regina L. da; Schiroky, Viviane M.
1999-09-01

Resumo em português Foram identificadas 92 creches (23 públicas, 10 filantrópicas e 59 privadas) no Município de Pelotas, Rio Grande do Sul, das quais se estudaram aspectos da organização, práticas de cuidado e estrutura física. As creches públicas funcionavam em período integral, enquanto que as privadas funcionavam principalmente à tarde e recebiam um proporção menor de crianças até 2 anos. A relação criança por monitora foi semelhante para os dois tipo de creche, sendo qu (mais) e o berçário foi a classe em que esta relação estava acima do recomendado com maior freqüência. O número total de crianças nas classes e creches foi maior nas públicas. As monitoras das creches privadas tinham, em média, mais anos de escolaridade. Por outro lado, encontrou-se um grau mais alto de especialização de tarefas nas creches públicas. As deficiências mais comuns de infra-estrutura nas creches públicas foram a falta de recreio coberto e brinquedos no recreio externo, enquanto que nas privadas foram a falta de fraldários e banheiros exclusivos para as crianças. Uma pequena proporção das creches contava com funcionários treinados para prestar primeiros socorros e combater incêndios, revelando baixa preocupação com segurança. Resumo em inglês Ninety-two daycare centers (23 public, 10 charitable, and 59 private) were identified in the municipality of Pelotas, Rio Grande do Sul, Southern Brazil. These centers were studied in relation to their organization, services, child-care practices, and infrastructure. All public centers worked full-time, while most private centers operated in the afternoon and received a smaller proportion of children under the age of two. The child-to-attendant ratio was similar in both t (mais) ypes of centers, and the nurseries were the classes most frequently above the recommended maximum. Group and center sizes were larger in the public centers. Attendant schooling was higher in the private centers, but task specificity was lower. The infrastructure deficiencies most commonly observed in the public centers were lack of an internal recreational area and playground equipment. Private centers lacked adequate diapering facilities and exclusive toilets for the children. A small proportion of centers had staff trained to handle fire emergencies and administer first aid, revealing insufficient concern over safety issues.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Perfil das creches de uma cidade de porte médio do sul do Brasil: operação, cuidados, estrutura física e segurança/ Daycare centers in a medium-sized Brazilian city: operations, child-care practices, infrastructure, and safety

Barros, Aluísio J. D.; Gonçalves, Evandro V.; Borba, Cátia R. S. de; Lorenzatto, Cláudia S.; Motta, Débora B.; Silva, Vera Regina L. da; Schiroky, Viviane M.
1999-09-01

Resumo em português Foram identificadas 92 creches (23 públicas, 10 filantrópicas e 59 privadas) no Município de Pelotas, Rio Grande do Sul, das quais se estudaram aspectos da organização, práticas de cuidado e estrutura física. As creches públicas funcionavam em período integral, enquanto que as privadas funcionavam principalmente à tarde e recebiam um proporção menor de crianças até 2 anos. A relação criança por monitora foi semelhante para os dois tipo de creche, sendo qu (mais) e o berçário foi a classe em que esta relação estava acima do recomendado com maior freqüência. O número total de crianças nas classes e creches foi maior nas públicas. As monitoras das creches privadas tinham, em média, mais anos de escolaridade. Por outro lado, encontrou-se um grau mais alto de especialização de tarefas nas creches públicas. As deficiências mais comuns de infra-estrutura nas creches públicas foram a falta de recreio coberto e brinquedos no recreio externo, enquanto que nas privadas foram a falta de fraldários e banheiros exclusivos para as crianças. Uma pequena proporção das creches contava com funcionários treinados para prestar primeiros socorros e combater incêndios, revelando baixa preocupação com segurança. Resumo em inglês Ninety-two daycare centers (23 public, 10 charitable, and 59 private) were identified in the municipality of Pelotas, Rio Grande do Sul, Southern Brazil. These centers were studied in relation to their organization, services, child-care practices, and infrastructure. All public centers worked full-time, while most private centers operated in the afternoon and received a smaller proportion of children under the age of two. The child-to-attendant ratio was similar in both t (mais) ypes of centers, and the nurseries were the classes most frequently above the recommended maximum. Group and center sizes were larger in the public centers. Attendant schooling was higher in the private centers, but task specificity was lower. The infrastructure deficiencies most commonly observed in the public centers were lack of an internal recreational area and playground equipment. Private centers lacked adequate diapering facilities and exclusive toilets for the children. A small proportion of centers had staff trained to handle fire emergencies and administer first aid, revealing insufficient concern over safety issues.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Mapeamento da acessibilidade do portador de limitação física a Serviços Básicos de Saúde/ Demarcation of the accessibility of the handicapped to a basic health services/ Demarcación del acceso del portador delimitación física a los servicios básicos de salud

Vasconcelos, Luciana Rodrigues; Pagliuca, Lorita Marlena Freitag
2006-12-01

Resumo em português Reconhecendo os direitos dos portadores de limitação física no quesito acessibilidade, objetiva-se mapear as barreiras arquitetônicas de acesso aos serviços básicos de saúde. Estudo exploratório-descritivo, com amostra intencional de 12 unidades em município de médio porte. Coleta de dados por formulário tipo cheque-lista. Foi observado que a arquitetura externa dificulta ou impossibilita o acesso, pois as calçadas contêm obstáculos, ausência de rebaixament (mais) o de meio-fio, sinalização em pontos estratégicos e de estacionamento demarcado. Em contrapartida, a maioria das unidades possui rampas de acesso com corrimão e corredores com largura adequada. Balcões, mesas, assentos, telefones, bebedouros estão predominantemente a uma altura superior à preconizada, e os banheiros não oferecem espaço suficiente para transposição de cadeira de rodas; nestes não há barras horizontais, e a maioria das peças sanitárias está a uma altura inadequada. Tais barreiras são obstáculos para o usufruto, por parte dos portadores de limitação física, dos equipamentos de saúde disponibilizados à sociedade. Resumo em espanhol Al reconocer los derechos de los portadores de deficiencias desde el punto de vista de posibilidad de acceso se estipula demarcar las barreras arquitectónicas de acceso a los servicios básicos de salud. Es un estudio de índole descriptivo y de exploración, con muestra intencional de 12 unidades en municipios de medio porte. Recogida de datos medio de formularios del tipo chequeo-lista. Se observó que la estructura externa dificulta o imposibilita el acceso, ya que la (mais) s aceras poseen obstáculos, hay ausencia de desnivel del cordón de la acera, señalización en puntos clave y parqueamiento demarcado. Como contrapartida, la mayoría de las unidades poseen rampas de acceso con pasamano y corredores de ancho adecuado. Mostradores, mesas, asientos, teléfonos, bebederos están a una altura predominadamente superior a la preconizada y los baños no ofrecen suficiente espacio para moverse en sillas de ruedas; en estes no hay barras horizontales y la mayoría de las piezas sanitarias se encuentra a una altura inadecuada. Dichas barreras son obstáculos para el usufructo, por parte de los deficientes físicos, de los equipamientos de salud a disposición de la sociedad. Resumo em inglês Recognizing the rights of the handicapped concerning accessibility, this paper aims at verifying the architectonic barriers related to the access to basic health services. This is an exploratory and descriptive study with an intentional sample of 12 units in a medium size municipality. Data were collected through a checklist form. It was noticed that external architecture hampers or blocks access, for sidewalks have obstacles, there are no leveled passages, signs in strat (mais) egic points or in parking areas. Conversely, most units have access ramps with handrail and proper-width corridors. Front-desks, desks, seats, telephones, drinking fountain, are mostly higher than the appropriate and restrooms do not offer enough space for transposition from the wheel chair; there are not horizontal bars and most of the toilets are in an improper height. Such barriers are obstacles for the use by the handicapped of health equipment available for society.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Situação sócio-econômica e condições de vida: comparação de duas coortes de base populacional no Sul do Brasil/ Socioeconomic situation and living conditions: comparison of two population-based cohorts from southern Brazil

Tomasi, Elaine; Barros, Fernando C.; Victora, Cesar G.
1996-01-01

Resumo em português Com base em duas coortes de crianças nascidas na zona urbana de Pelotas, Rio Grande do Sul - 6.011 em 1982 e 5.304 em 1993 -, foi possível comparar alguns indicadores sócio-econômicos e características da habitação de famílias que tiveram filhos nestes anos. Em 1993, nasceram menos crianças pobres: 60,8 % das famílias tinham renda inferior a três salários mínimos por mês comparadas com 69,5% em 1982. O saneamento melhorou bastante, subindo dez pontos percent (mais) uais na cobertura de água encanada e de sanitário com descarga. A inserção materna no trabalho remunerado cresceu de 34% para 38%. Por outro lado, não houve alteração na proporção de famílias com a presença do pai e na proporção de famílias que dispunham de rádio, fogão e geladeira, embora estes dois itens tenham apresentado importantes variações conforme a renda familiar. O número médio de pessoas por dormitório aumentou de 3,0 em 1982 para 3,2 em 1993, destoando um pouco da tendência positiva registrada nos demais indicadores. De modo geral, pode-se apontar para uma melhora nas condições de vida para quem teve filhos em Pelotas nesta última década, o que deve ser levado em conta quando da interpretação dos demais resultados dos estudos de coorte realizados. Resumo em inglês Socioeconomic and family characteristics of two cohorts of babies born in 1982 and 1993 in Pelotas (Southern Brazil) were compared. There were 6,011 births in 1982 and 5,304 in 1993. In relation to family income, there were fewer poor babies in 1993; 60.8 % of the families earned less than 3 times the monthly minimum wage in 1993, as compared to 69.5% in 1982. Sanitary conditions also improved over the decade, and the proportion of families with running water and flush to (mais) ilets increased by 10%. On the other hand, there were no changes in the proportion of single-parent families or availability of home appliances like radios, stoves, and refrigerators. The mean number of persons per household increased from 3.0 in 1982 to 3.2 in 1993. In general, comparison of the two birth cohorts in this city suggests an improvement in quality of living over the time period for families with newborns. This finding should be taken into account when studying the evolution of health indicators over the course of the decade.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Situação sócio-econômica e condições de vida: comparação de duas coortes de base populacional no Sul do Brasil/ Socioeconomic situation and living conditions: comparison of two population-based cohorts from southern Brazil

Tomasi, Elaine; Barros, Fernando C.; Victora, Cesar G.
1996-01-01

Resumo em português Com base em duas coortes de crianças nascidas na zona urbana de Pelotas, Rio Grande do Sul - 6.011 em 1982 e 5.304 em 1993 -, foi possível comparar alguns indicadores sócio-econômicos e características da habitação de famílias que tiveram filhos nestes anos. Em 1993, nasceram menos crianças pobres: 60,8 % das famílias tinham renda inferior a três salários mínimos por mês comparadas com 69,5% em 1982. O saneamento melhorou bastante, subindo dez pontos percent (mais) uais na cobertura de água encanada e de sanitário com descarga. A inserção materna no trabalho remunerado cresceu de 34% para 38%. Por outro lado, não houve alteração na proporção de famílias com a presença do pai e na proporção de famílias que dispunham de rádio, fogão e geladeira, embora estes dois itens tenham apresentado importantes variações conforme a renda familiar. O número médio de pessoas por dormitório aumentou de 3,0 em 1982 para 3,2 em 1993, destoando um pouco da tendência positiva registrada nos demais indicadores. De modo geral, pode-se apontar para uma melhora nas condições de vida para quem teve filhos em Pelotas nesta última década, o que deve ser levado em conta quando da interpretação dos demais resultados dos estudos de coorte realizados. Resumo em inglês Socioeconomic and family characteristics of two cohorts of babies born in 1982 and 1993 in Pelotas (Southern Brazil) were compared. There were 6,011 births in 1982 and 5,304 in 1993. In relation to family income, there were fewer poor babies in 1993; 60.8 % of the families earned less than 3 times the monthly minimum wage in 1993, as compared to 69.5% in 1982. Sanitary conditions also improved over the decade, and the proportion of families with running water and flush to (mais) ilets increased by 10%. On the other hand, there were no changes in the proportion of single-parent families or availability of home appliances like radios, stoves, and refrigerators. The mean number of persons per household increased from 3.0 in 1982 to 3.2 in 1993. In general, comparison of the two birth cohorts in this city suggests an improvement in quality of living over the time period for families with newborns. This finding should be taken into account when studying the evolution of health indicators over the course of the decade.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Riscos ocupacionais à saúde e voz de professores: especificidades das unidades de rede municipal de ensino/ Occupational risks to the health and voice of teachers: specificities of municipal education units

Servilha, Emilse Aparecida Merlin; Ruela, Isabela de Sousa
2010-02-01

Resumo em português OBJETIVO: comparar as condições de trabalho, saúde e voz em professores de diferentes escolas municipais. MÉTODOS: participaram 165 professores, média de 37 anos, casados, predomínio de mulheres e escolaridade superior da rede municipal de ensino de uma cidade do estado de São Paulo, que responderam ao questionário proposto por Ferreira et al (2003), abrangendo questões sócio-demográficas, situação funcional, aspectos vocais e de saúde. As respostas dos doce (mais) ntes foram separadas por unidade escolar e submetidas à análise estatística. RESULTADOS: constatou-se diferença significante entre as escolas quanto à presença de local para descanso, fiscalização constante e facilidade para se ausentar da sala de aula, número de alunos por classe ( Resumo em inglês PURPOSE: to compare the work, health and voice conditions of teachers from different city schools. METHODS: 165 teachers took part, mean age 37, married, predominance of women and university degree, from the city school system of a city from the state of São Paulo, who answered to the questionnaire proposed by Ferreira et al (2003), covering socio-demographic topics, functional situation, vocal and health aspects. The teachers' answers were separated by scholar unit and (mais) submitted to a statistical analysis. RESULTS: there was a significant difference among schools as for the presence of restrooms, constant surveillance and the ease of leaving the classroom, number of students per classroom (

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Fatores de risco para infecção pelo Helicobacter pylori em crianças/ Risk factors for Helicobacter pylori infection in children

Moraes, Mônica M. C.; Silva, Gisélia A. P. da
2003-02-01

Resumo em português Objetivo: conhecer a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori em crianças e identificar a presença de fatores de risco associados à sorologia positiva. Método: realizou-se um estudo transversal para o estabelecimento da soroprevalência e, posteriormente, um estudo comparativo entre as crianças com sorologias positivas e negativas. Estudadas 228 crianças, no Hospital Geral de Pediatria - Instituto Materno-Infantil de Pernambuco, entre maio e julho de (mais) 1999. Avaliou-se idade, sexo, variáveis ambientais, socioeconômicas, de saúde e nutricionais; história de moradores do mesmo domicílio, com queixas digestivas e história pregressa de doença péptica. Esses dados foram obtidos através de entrevista realizada com os pais ou responsáveis das crianças. O estado nutricional foi avaliado através dos índices antropométricos. Resultados: a soroprevalência para o Helicobacter pylori foi de 32% (IC 95% 26%-38%); 25,8% (IC 95% 17,8%-33,8%) nos pré-escolares, e de 39,4% (IC 95% 30,4% -48,4%) nos escolares. Nas crianças soropositivas, observou-se com maior freqüência ausência, no domicílio, de vaso sanitário, ou o mesmo não tinha descarga (p=0,008), maior aglomeração domiciliar (p=0,05), uma menor renda familiar (per capita) (p=0,03) e maior número de mães que não sabiam ler nem escrever (p=0,0002). Não houve diferença estatística significante nos dois grupos em relação às variáveis indicadoras de condições de saúde, aos índices antropométricos e quanto ao contato com morador com queixas digestivas ou história pregressa de gastrite ou úlcera péptica. Conclusões: a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori foi alta na população estudada, sendo maior entre os escolares. Verificou-se associação entre a soropositividade e condições ambientais desfavoráveis. Resumo em inglês Objective: to establish the seroprevalence of Helicobacter pylori infection in children and to identify risk factors for seropositivity. Methods: a cross-sectional study established the seroprevalence of infection by Helicobacter pylori and afterwards a comparative study was performed amongst seropositive and seronegative children. A group of 228 children were cared for at the outpatient clinic of Instituto Materno Infantil de Pernambuco, from May to July 1999. Age, sex, (mais) indicators of environmental, social and economic conditions, health and nutritional status as well as children living in contact with dwellers with history of gastrointestinal pain or peptic disease were evaluated. All data was obtained through an interview with children's parents or caretakers. Nutritional status was evaluated by anthropometric index. Results: seroprevalence of infection caused by Helicobacter pylori was found in 32% (95% CI 26% - 38%); 25.8% (95% CI 17.8% - 33.8%) in preschool children and 39.4% (95% CI 30.4% - 48.4%) in school age children. Analysis of environmental variables demonstrated higher frequency of seropositivity in children living in houses without toilets or sanitary flush toilet facilities (p = 0.008), overcrowded (p = 0.05), lower family income (p = 0.03) and poor maternal education (p = 0.002). There were no statistically significant differences between the groups regarding health indicators, anthropometric indexes and children living with dwellers with history of gastritis or peptic ulcer. Conclusions: seroprevalence of Helicobacter pylori infection was high in the studied population, being even higher among the school age group. A positive association between seropositivity and less favorable environmental variables was detected.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Acessibilidade aos serviços de saúde por pessoas com deficiência/ Accessibility to health services by persons with disabilities/ Acceso a los servicios de salud por personas con discapacidad

Castro, Shamyr Sulyvan; Lefèvre, Fernando; Lefèvre, Ana Maria Cavalcanti; Cesar, Chester Luiz Galvão
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar as dificuldades de acessibilidade aos serviços de saúde vividas por pessoas com deficiência. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo qualitativo realizado com pessoas que relataram ter algum tipo de deficiência (paralisia ou amputação de membros; baixa visão, cegueira unilateral ou total; baixa audição, surdez unilateral ou total). Foram entrevistados 25 indivíduos (14 mulheres) na cidade de São Paulo, SP, de junho a agosto de 2007, que responde (mais) ram perguntas referentes a deslocamento e acessibilidade aos serviços de saúde. A metodologia utilizada para análise foi o discurso do sujeito coletivo e as análises foram conduzidas com recurso do programa Qualiquantisoft. ANÁLISE DOS RESULTADOS: A análise dos discursos sobre o deslocamento ao serviço de saúde mostrou diversidade quanto ao usuário ir ao serviço sozinho ou acompanhado, utilizar carro particular, transporte coletivo, ir a pé ou de ambulância e demandar tempo variado para chegar ao serviço. Com relação às dificuldades oferecidas de acessibilidade pelos serviços de saúde, houve relatos de demora no atendimento, problemas com estacionamento, falta de rampas, elevadores, cadeiras de rodas, sanitários adaptados e de médicos. CONCLUSÕES: As pessoas com algum tipo de deficiência fizeram uso de meios de transporte diversificados, necessitando de companhia em alguns casos. Problemas na acessibilidade dos serviços de saúde foram relatados pelos sujeitos com deficiências, contrariando o princípio da eqüidade, preceito do Sistema Único de Saúde. Resumo em espanhol OBJETIVO: Analizar las dificultades de acceso a los servicios de salud vividas por personas con discapacidad. PROCEDIMIENTOS METODOLÓGICOS: Estudio cualitativo realizado con personas que relataron tener algún tipo de discapacidad (parálisis o amputación de miembros; baja visión, ceguera unilateral o total; baja audición, sordera unilateral o total). Se entrevistaron 25 individuos (14 mujeres) en la ciudad de Sao Paulo, Sureste de Brasil, de junio a agosto de 2007, q (mais) ue respondieron preguntas relacionadas con el desplazamiento e el acceso a los servicios de salud. La metodología utilizada para análisis fue el discurso del sujeto colectivo y los análisis fueron conducidos con recurso al programa Qualiquantisoft. ANÁLISIS DE RESULTADOS: El análisis de los discursos sobre el desplazamiento al servicio de salud mostró diversidad con relación al usuario ir al servicio sólo o acompañado, utilizar carro particular, transporte colectivo, ir a pie o de ambulancia y demandar tiempo variado para llegar al servicio. Con relación a las dificultades ofrecidas de acceso por los servicios de salud, hubo relatos de demora en la atención, problemas con estacionamiento, falta de rampas, elevadores, sillas de rueda, sanitarios adaptados y de médicos. CONCLUSIONES: Las personas con algún tipo de discapacidad hicieron uso de medios de transporte diversificados, necesitando de compañía en algunos casos. Problemas con el acceso a los servicios de salud fueron relatados por los sujetos con discapacidades, contrariando el principio de la equidad, precepto del Sistema Único de Salud. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the difficulties in accessibility to health services experienced by persons with disabilities. METHODOLOGICAL PROCEDURES: A qualitative study was performed with individuals who reported having a certain type of disability (paralysis or amputation of limbs; low vision, unilateral or total blindness; low hearing, unilateral or total deafness). A total of 25 individuals (14 women) were interviewed in the city of São Paulo, Southeastern Brazil, between (mais) June and August 2007, responding to questions about transportation and accessibility to health services. Collective Subject Discourse was the methodology used to analyze results and analyses were performed with the Qualiquantisoft software. ANALYSIS OF RESULTS: The analysis of discourses on transportation to health services revealed a diversity in terms of the user going to the service alone or accompanied; using a private car, public transportation or ambulance or walking; and requiring different times to arrive at the service. With regard to the difficulties in accessibility to health services, there were reports of delayed service, problems with parking, and lack of ramps, elevators, wheelchairs, doctors and adapted toilets. CONCLUSIONS: Individuals with a certain type of disability used various means of transportation, requiring someone to accompany them in some cases. Problems with accessibility to health services were reported by persons with disabilities, contradicting the principle of equity, a precept of the Brazilian Unified Health System.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Acessibilidade aos serviços de saúde por pessoas com deficiência/ Accessibility to health services by persons with disabilities/ Acceso a los servicios de salud por personas con discapacidad

Castro, Shamyr Sulyvan; Lefèvre, Fernando; Lefèvre, Ana Maria Cavalcanti; Cesar, Chester Luiz Galvão
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar as dificuldades de acessibilidade aos serviços de saúde vividas por pessoas com deficiência. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo qualitativo realizado com pessoas que relataram ter algum tipo de deficiência (paralisia ou amputação de membros; baixa visão, cegueira unilateral ou total; baixa audição, surdez unilateral ou total). Foram entrevistados 25 indivíduos (14 mulheres) na cidade de São Paulo, SP, de junho a agosto de 2007, que responde (mais) ram perguntas referentes a deslocamento e acessibilidade aos serviços de saúde. A metodologia utilizada para análise foi o discurso do sujeito coletivo e as análises foram conduzidas com recurso do programa Qualiquantisoft. ANÁLISE DOS RESULTADOS: A análise dos discursos sobre o deslocamento ao serviço de saúde mostrou diversidade quanto ao usuário ir ao serviço sozinho ou acompanhado, utilizar carro particular, transporte coletivo, ir a pé ou de ambulância e demandar tempo variado para chegar ao serviço. Com relação às dificuldades oferecidas de acessibilidade pelos serviços de saúde, houve relatos de demora no atendimento, problemas com estacionamento, falta de rampas, elevadores, cadeiras de rodas, sanitários adaptados e de médicos. CONCLUSÕES: As pessoas com algum tipo de deficiência fizeram uso de meios de transporte diversificados, necessitando de companhia em alguns casos. Problemas na acessibilidade dos serviços de saúde foram relatados pelos sujeitos com deficiências, contrariando o princípio da eqüidade, preceito do Sistema Único de Saúde. Resumo em espanhol OBJETIVO: Analizar las dificultades de acceso a los servicios de salud vividas por personas con discapacidad. PROCEDIMIENTOS METODOLÓGICOS: Estudio cualitativo realizado con personas que relataron tener algún tipo de discapacidad (parálisis o amputación de miembros; baja visión, ceguera unilateral o total; baja audición, sordera unilateral o total). Se entrevistaron 25 individuos (14 mujeres) en la ciudad de Sao Paulo, Sureste de Brasil, de junio a agosto de 2007, q (mais) ue respondieron preguntas relacionadas con el desplazamiento e el acceso a los servicios de salud. La metodología utilizada para análisis fue el discurso del sujeto colectivo y los análisis fueron conducidos con recurso al programa Qualiquantisoft. ANÁLISIS DE RESULTADOS: El análisis de los discursos sobre el desplazamiento al servicio de salud mostró diversidad con relación al usuario ir al servicio sólo o acompañado, utilizar carro particular, transporte colectivo, ir a pie o de ambulancia y demandar tiempo variado para llegar al servicio. Con relación a las dificultades ofrecidas de acceso por los servicios de salud, hubo relatos de demora en la atención, problemas con estacionamiento, falta de rampas, elevadores, sillas de rueda, sanitarios adaptados y de médicos. CONCLUSIONES: Las personas con algún tipo de discapacidad hicieron uso de medios de transporte diversificados, necesitando de compañía en algunos casos. Problemas con el acceso a los servicios de salud fueron relatados por los sujetos con discapacidades, contrariando el principio de la equidad, precepto del Sistema Único de Salud. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the difficulties in accessibility to health services experienced by persons with disabilities. METHODOLOGICAL PROCEDURES: A qualitative study was performed with individuals who reported having a certain type of disability (paralysis or amputation of limbs; low vision, unilateral or total blindness; low hearing, unilateral or total deafness). A total of 25 individuals (14 women) were interviewed in the city of São Paulo, Southeastern Brazil, between (mais) June and August 2007, responding to questions about transportation and accessibility to health services. Collective Subject Discourse was the methodology used to analyze results and analyses were performed with the Qualiquantisoft software. ANALYSIS OF RESULTS: The analysis of discourses on transportation to health services revealed a diversity in terms of the user going to the service alone or accompanied; using a private car, public transportation or ambulance or walking; and requiring different times to arrive at the service. With regard to the difficulties in accessibility to health services, there were reports of delayed service, problems with parking, and lack of ramps, elevators, wheelchairs, doctors and adapted toilets. CONCLUSIONS: Individuals with a certain type of disability used various means of transportation, requiring someone to accompany them in some cases. Problems with accessibility to health services were reported by persons with disabilities, contradicting the principle of equity, a precept of the Brazilian Unified Health System.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)