Sample records for tin 104
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Sistema com atmosfera controlada para a caracterização de sensores a gases/ Controlled atmosphere system for gas sensors characterization

Andrade, Ricardo L. T.; Lindino, Cleber A.; Bulhões, Luis Otavio de Sousa
1998-06-01

Resumo em inglês This paper describes a sample holder for the electrical measurement of oxides or conducting polymers in the form of pellets or films which are used as gas sensors. The system makes it possible to control the sample temperature, the gas pressure and composition. The temperature in the sample can be changed from 25ºC to 450ºC, and the gas pressure in the chamber is controlled between 5 ¥ 10-4 and 1000 mbar. The performance of the system in resistance measurements of doped tin oxide pellets and polyaniline films deposited on platinum electrodes for methane is analyzed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Distribuição de estanho em solos e em estevas da área envolvente das minas de Neves Corvo/ Tin distribution in soils and plants, Cistus ladanifer L., in Neves Corvo mining are

Batista, M. J.; Abreu, M. M.; Pinto, M. Serrano
2009-01-01

Resumo em português A área mineira de Neves Corvo inclui a Mina de Neves Corvo (MNC) cuja exploração teve início em 1988 para Cu e Sn e outras seis minas de Mn e Cu já abandonadas. Na região ocorrem formações geológicas do Complexo Vulcano-Sedimentar (CVS) hospedeiras dos sulfuretos maciços portadores das mineralizações e formações do grupo do Flysch compostas de xistos e grauvaques. Neste trabalho, estudou-se a distribuição do estanho nos solos e a sua capacidade de absorç� (mais) �o e translocação pelas plantas (Cistus ladanifer L.) na área mineira de Neves Corvo. As amostras foram colhidas em duas campanhas, entre 1971-72, cerca de 27 anos antes da laboração na MNC, e numa 2ª campanha (1998), 10 anos após o inicio da laboração desta mina, onde nos mesmos locais foram colhidos solos e plantas. As amostras de solos (horizonte superficial), de ambas as campanhas, e de plantas da 2ª campanha foram sujeitas a digestão com quatro ácidos para análise total dos elementos por ICP-AES. Os solos das duas campanhas, desenvolvidos no Flysch, apresentam as mesmas concentrações médias de Sn (2,9 mg kg -1), contrariamente ao que acontece nos solos que cobrem as formações do CVS cujas concentrações na 2º campanha são cerca do dobro das da primeira (4,5 e 10,4 mg kg-1 , respectivamente na 1ª e 2ª campanhas), notando-se assim a influência da actividade mineira nestas formações que são hospedeiras da mineralização de estanho. No entanto, em ambos os casos, os solos apresentam concentrações médias de Sn consideradas de fundo geoquímico. Em geral, as plantas apresentam concentrações de Sn mais elevadas nas raízes do que na parte aérea. Os solos apresentam teores de Sn inferiores aos das plantas indicando que estas têm capacidade para acumular aquele elemento. Este facto, pode estar relacionado com a presença de estanho nos solos quase neutros, sob a forma de estanite, também observada nas mineralizações. Nas plantas próximas da exploração da MNC, onde o pH do solo é mais ácido, os teores de Sn podem ser devidos à deposição de material particulado rico em Sn que será adsorvido via estomas. O pH e as fases sólidas nas quais o estanho se encontra nos solos são determinantes para a sua disponibilidade no solo e capacidade para ser absorvido e translocado pelas plantas. Resumo em inglês The Neves Corvo mining area includes the Mina de Neves Corvo (MNC) that started exploitation in 1988 for Cu and Sn and six abandoned Mn and Cu mines. The Volcano Sedimentary Complex (VSC) which hosts the massive sulphide deposits and the Flysch formations of schist and greywacke dominates the regional geology. The aim of this study was to evaluate tin distribution in soils as well as the capacity to absorb and translocate this element for plants (Cistus ladanifer L.) grow (mais) ing in the MNC area. Samples were collected in two campaigns: the first, for soils, in 1971-72 before MNC existence; and the second campaign (1998), 10 years after mining exploitation began in MNC, for soils and plants in the same places sampled in the first campaign. Soil and plant samples were digested with four acids for total elements extraction and analysed by ICP-AES. The soils developed from Flysch formations have the same average Sn concentrations in both campaigns (2.9 mg kg -1). In contrast, the Sn concentration in soils developed on VSC in the second campaign were twice those (10.4 mg kg-1) from soils of the first campaign (4.5 mg kg-1), reflecting mining. However, tin content in soils developed on both lithologies was considered as a background concentration. Generally, plant roots have higher Sn concentrations than leaves. C. ladanifer plants presented highest Sn concentration than soils suggesting tin accumulation by these plants. The soil pH and solid phases where tin was present were determinant factors for tin uptake and translocation from roots to shoots in C. ladanifer plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)