Sample records for thyroid cells
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Novos aspectos da genética e dos mecanismos moleculares da morfogênese da tiróide para o entendimento da disgenesia tiroidiana/ New aspects of genetics and molecular mechanisms on thyroid morphogenesis for the understading of thyroid dysgenesia

Ramos, Helton E.; Nesi-França, Suzana; Maciel, Rui M. B.
2008-12-01

Resumo em português A organogênese da tiróide ainda não está completamente elucidada, assim como também não se conhece o mecanismo patogenético da maioria dos casos de disgenesias tiroidianas. Vários genes têm sido identificados como importantes para a sobrevivência, a proliferação e a migração dos precursores das células tiroidianas e tem-se demonstrado que eles atuam de modo integrado. Além disso, por meio da geração de camundongos geneticamente modificados, diversos estu (mais) dos têm trazido melhor entendimento para o papel destes genes na morfogênese tiroidiana. Finalmente, tem-se também evidenciado que mutações em alguns destes genes são responsáveis pelo desenvolvimento de disgenesias tiroidianas em crianças com hipotiroidismo congênito. O objetivo desta revisão é sumarizar os aspectos moleculares do desenvolvimento tiroidiano, descrever os modelos animais e respectivos fenótipos e oferecer novas informações sobre a ontogenia e a patogênese das disgenesias tiroidianas humanas. Resumo em inglês The elucidation of the molecular mechanisms underlying the very early steps of thyroid organogenesis and the etiology of most cases of thyroid dysgenesis are poorly understood. Many genes have been identified as important contributors to survival, proliferation and migration of thyroid cells precursors, acting as an integrated and complex regulatory network. Moreover, by generation of mouse mutants, the studies have provided better knowledge of the role of these genes in (mais) the thyroid morphogenesis. In addition, it is likely that a subset of patients has thyroid dysgenesis as a result of mutations in regulatory genes expressed during embryogenesis. This review summarizes molecular aspects of thyroid development, describes the animal models and phenotypes known to date and provides information about novel insights into the ontogeny and pathogenesis of human thyroid dysgenesis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Marcadores biológicos de tumores tiroidianos/ Biological markers in thyroid tumors

Matsuo, Sílvia E.; Martins, Luciane; Leoni, Suzana G.; Hajjar, Denise; Ricarte-Filho, Júlio Cézar M.; Ebina, Kátia N.; Kimura, Edna T.
2004-02-01

Resumo em português Um marcador biológico ideal deve ser específico e sensível para identificar o tipo tumoral e caracterizar o estágio da progressão neoplásica. Os tumores de tiróide originam-se de dois tipos celulares: 1) carcinoma medular originário de células parafoliculares; e 2) as neoplasias de células epiteliais foliculares, que incluem bócio, adenomas, carcinomas diferenciados (carcinoma papilífero e carcinoma folicular) e carcinoma indiferenciado (carcinoma anaplásico) (mais) . O comportamento biológico distinto faz com que cada tipo tumoral necessite de uma conduta terapêutica específica. O conhecimento acumulado ao longo destes anos, utilizando métodos de biologia molecular e, mais recentemente, a genômica, identificou mutações específicas de câncer de tiróide e, atualmente, entendemos muito das alterações que ocorrem na expressão de fatores de crescimento, seus receptores e proteínas sinalizadoras intracelular nas neoplasias tiroidianas. Contudo, apesar desses, até o momento não dispomos de um marcador eficiente que auxilie no diagnóstico e prognóstico e, conseqüentemente, para indicação de uma terapêutica mais adequada. Nesta revisão, discutiremos os principais aspectos relacionados à tumorigênese tiroidiana, avaliando o potencial destes fatores como marcador em neoplasia folicular de tiróide. Resumo em inglês Thyroid tumors originate from two cell types: 1) medullar carcinoma from parafolicullar cells and 2) the tumors derived from follicular epithelial cells, which include multinodular goiter, adenomas, differentiated carcinomas (papillary and follicular carcinoma) and undifferentiated carcinoma (anaplastic carcinoma). Because of the tumors distinct biological behavior, there is a requirement for a specific therapeutic approach. Some thyroid cancer specific mutations have bee (mais) n identified using molecular biology and more recently, genomic methodology. We now understand much of the alterations that occur in the expression of growth factors, receptors and the intracellular signaling pathway. However, none of these have yet proven to be efficient as a marker for diagnosis and prognosis, nor are they helpful in establishing a targeted therapeutic approach. In this review, we will discuss the main aspects of thyroid tumorigenesis and evaluate the potential of these factors as markers for thyroid follicular neoplasia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Apoptose em tiroidopatias hiperplásias e neoplásicas

Lima, Marcus A.; Rios, Jacqueline F.; Oliveira, Lília B.; Rita, Danielle P.C.; Araújo, Marta E.A.; Borges, Maria F.
2000-04-01

Resumo em português A apoptose é um processo de morte celular que ocorre geralmente após a fragmentação progressiva do DNA e parece ser importante em tecidos normais e neoplásicos. Pouco é conhecido sobre a ocorrência da apoptose nas doenças da tiróide. A finalidade deste estudo é investigar um possível papel da apoptose no crescimento do carcinoma bem diferenciado de tiróide, usando um ensaio com nucleotidil transferase in situ (ENTIS), o qual detecta a fragmentação do DNA, pa (mais) ra determinar a freqüência da apoptose no bócio colóide (BC), adenoma folicular (AF), carcinoma folicular (CF) e carcinoma papilar (CP). Os tecidos de BC (n=3), AF (n=2), CF (n=4) e CP (n=3) foram obtidos de ressecção cirúrgica em 12 pacientes. As células apoptóticas positivas (CAP) dentro do folículo tiroidiano e tecido neoplásico foram contadas em áreas de 1 cm². O teste T foi utilizado para testar a significância estatística. O número de CAPs foi significantemente maior (p Resumo em inglês Apoptosis is a process by which cell death occurs after progressive fragmentation of DNA and that seems to be important in normal and neoplastic tissues. Little is known about the role of apoptosis in the thyroid disease. The aim of this study is to investigate a possible role of apoptosis in growth of well-differentiated carcinoma of thyroid using an in situ nucleotidyl transferase assay (ISNTA), which detects DNA fragmentation, to determine the frequency of apoptosis in (mais) nodular goiter (NG), follicular adenoma (FA), follicular carcinoma (FC) and papillary carcinoma (PC). Surgical resection specimens were obtained from 12 patients including NG (n=3), FA (n=2), FC (n=4) and PC (n=3). Positive apoptotic cells (PAC) within the thyroid follicle and neoplastic tissue were counted per section of 1cm². Unpaired t test was utilized to test for statistical significance. The number of PACs were significantly greater (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Anticorpos anti-tiróide: aspectos metodológicos e importância diagnóstica/ Anti-thyroid antibodies: methodological aspects and diagnostic significance

Vieira, José Gilberto H.; Kasamatsu, Teresa S.; Hauache, Omar M.; Maciel, Rui M.B.
2003-10-01

Resumo em português Desde sua descrição, há mais de 40 anos, a pesquisa de anticorpos (Ac) contra antígenos (Ag) tiroideanos tem tido papel importante no diagnóstico da patologia tiroideana. A tiróide é freqüentemente acometida por doenças autoimunes, daí o interesse pela definição dos Ag tiroideanos que podem estar envolvidos no processo. O primeiro Ag reconhecido foi a tireoglobulina, seguido do "fator microssomal", mais tarde identificado como a peroxidase tiroideana, o recept (mais) or de TSH e mais recentemente outros Ag como o cotransportador de sódio e iodo (sodium/iodide symporter, NIS). As metodologias evoluíram dos ensaios iniciais por hemaglutinação até o emprego atual de Ag recombinantes, marcadores alternativos e células transfectadas. Atualmente as indicações clínicas da pesquisa de Ac anti-tiroideanos são bem definidas, sendo o de maior aplicação a pesquisa de Ac anti-peroxidase, que é o que apresenta maior especificidade e sensibilidade para a definição da presença de doença autoimune tiroideana. A pesquisa de Ac anti-tireoglobulina é fundamental como complemento da dosagem de tireoglobulina no acompanhamento de pacientes com carcinoma diferenciado de tiróide. Já a pesquisa de Ac anti-receptor de TSH tem indicação precisa na definição da presença de doença de Graves. As indicações de pesquisa de Ac contra outros Ag tiroideanos não têm, atualmente, indicações comprovadas. A contínua evolução metodológica deverá aumentar ainda mais as indicações e utilidades da pesquisa de Ac contra Ag tiroideanos. Resumo em inglês Since the first publication, more than 40 years ago, laboratory tests for the presence of antibodies (Ab) to thyroid antigens (Ag) have played a pivotal position in the diagnosis of thyroid diseases. Thyroid is a common target for autoimmune diseases, hence the interest in the definition of the thyroid Ag that could be involved in the process. The first Ag to be recognized was thyroglobulin, followed by the "microsomal Ag", later identified with thyroid peroxidase, the TS (mais) H receptor and, more recently, other Ag like the sodium/iodide symporter (NIS). The methodologies employed evolved from the initial hemaglutination assays, to the present use of recombinant Ag, alternative labels and transfected cells. Today the clinical uses of a test to detect the presence of Ab against thyroid Ag are very well defined. The most useful test is the detection of anti-peroxidase Ab, the test with greatest sensitivity and specificity for the presence of autoimmune thyroid diseases. The anti-thyroglobulin test is mandatory as a complement for the measurement of thyroglobulin in the follow-up of patients with differentiated thyroid cancers. The anti-TSH receptor test has its main use in the definition of the presence of Graves’ disease. Tests for the presence of Ab against other thyroid Ag have no clear indication at the moment. The continuous methodological developments will certainly increase the utility of tests for anti-thyroid Ab.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Caracterização molecular das variantes do carcinoma papilífero de tiróide/ Molecular characterization of variants of thyroid papillary carcinoma

Lima, Marcus Aurelho de; Maito Filho, Lauro Cézar; Almeida, Helton Carlos de; Santos, Marlene Cabrine dos; Borges, Maria de Fátima
2003-06-01

Resumo em português INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Muitos estudos têm demonstrado possível relação entre a expressão de oncogenes e a agressividade histológica dos tumores tiroidianos. O presente trabalho investiga as alterações moleculares existentes nas variantes do carcinoma papilífero de tiróide (CPT), através da análise da expressão de proteínas relacionadas à tumorigênese, correlacionando-a com o prognóstico. METODOLOGIA: 32 casos estudados de CPT foram selecionados de peç (mais) as cirúrgicas, entre 1987 e 2000, sendo 5 homens e 27 mulheres com idades médias de 52,6 e 46,5 anos, respectivamente. Foram estudados anticorpos monoclonais anti-MIB-1, p53, c-erb-B2, bcl-2 e receptores de TSH e TGFb. RESULTADOS: Dos casos analisados, 11 foram considerados de melhor prognóstico (variantes microcarcinoma e encapsulado) e apresentaram elevada expressão de TSHR2 e TGFbR2 (100%), bcl-2 (81,8%), c-erb-B2 (90,9%) e menor expressão de p53 e MIB-1 (18,2%). Nos 13 casos classificados como de prognóstico intermediário (variantes clássica e folicular), a expressão de TSHR2 foi de 100%, TGFbR2 e bcl-2, 92,3%; c-erb-B2, 76,9%; p53, 23,1% e MIB-1, 69,2%. Finalmente, os 8 casos de pior prognóstico (varintes de células altas e de células colunares) mostraram expressão de TSHR2, bcl-2, c-erb-B2, em 100% dos casos, TGFbR2 em 87,5%, p53 em 75% e MIB-1 em 37,5%. CONCLUSÃO: As neoplasias mostraram-se bem diferenciadas em virtude da elevada expressão de TSHR2, TGFbR2, e baixa de p53. Em todos os grupos, a taxa proliferativa foi ausente ou baixa (1,5%) nos carcinomas de pior prognóstico. Além disso, a positividade para a proteína bcl-2 foi progressivamente maior com a piora do prognóstico. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Studies investigating the molecular pathogenesis of common thyroid neoplasms have shown some association between oncogenes expression and histological aggressiveness of thyroid tumors. We have investigated molecular changes in variants of thyroid papillary carcinoma (TPC), by analyzing the expression of proteins related to its tumorigenesis, and further, its own relationship to the prognosis. METHODS: We examined 32 surgical specimens of TPC obt (mais) ained from 5 males and 27 females (mean ages of 52.6 and 46.5 years, respectively). Monoclonal antibodies anti-MIB-1, p53, c-erb-B2, TSH receptors, TGFb receptors and bcl-2 were detected by immunohistochemistry. RESULTS: 11 of the 32 cases had a better prognosis (microcarcinoma and encapsulated tumors), with high expression of TSHR2 and TGFbR2 (100%), bcl-2 (81.8%), c-erb-B2 (90.9%) and lesser expression of p53 and MIB-1 (18.2%). In the 13 cases with intermediate prognosis (classic and folicular), the expression of TSHR2 reached 100%; TGFbR2 and bcl-2, 92.3%; c-erb-B2, 76.9%; p53, 23.1%; and MIB-1, 69.2%. The 8 cases with the worst prognosis (tall and columnar cells) expressed TSHR2, bcl-2, c-erb-B2, in 100% of them; TGFbR2 in 87.5%; p53 in 75%; and MIB-1 in 37.5%. CONCLUSIONS: These neoplasias have shown to be well differentiated, due to the high expression of TSH and TGFb receptors, and low expression of p53. In all groups, the proliferation rate was absent or very low (

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Calcitonina monomérica plasmática e hipercalcemia em pacientes portadores de neoplasia pulmonar/ Monomeric plasmatic calcitonin and hypercalcemia in lung cancer patients

Coifman, R.; Weforte, R.V.B.; Kasamatsu, T.S.; Fukusima, L.; Santoro, I.; Jamnik, S.; Vieira, J.G.H.; Castro, M.L.
1997-06-01

Resumo em português A calcitonina (CT) é um hormônio peptídico relacionado ao metabolismo de cálcio produzido pelas células C da tiróide. Encontra-se com níveis plasmáticos bastante elevados no carcinoma medular de tiróide e mostra-se como excelente marcador dessa doença. No entanto, existem relatos na literatura que demonstraram níveis elevados deste peptídio em pacientes portadores de outras neoplasias, principalmente no carcinoma de pulmão. OBJETIVO. Avaliar a validade da dos (mais) agem da CT sérica como possível marcador tumoral em pacientes portadores de tumor de pulmão de diferentes tipos histológicos. MÉTODOS. Foram dosados CT plasmática e cálcio ionizado sanguíneo em 56 pacientes portadores de tumores malignos de pulmão. Para as dosagens de CT os autores utilizaram um método de radioimunoensaio específico, realizado após extração prévia do soro em coluna de sílica. RESULTADOS. Observou-se prevalência de hipercalcemia de 21,4%; apenas três (5,4%) dos 56 pacientes investigados apresentaram níveis pouco elevados de calcitonina, e o restante manteve níveis normais ou indetectáveis do peptídio. CONCLUSÃO. Os resultados demonstram que, com a utilização de um método bastante específico para dosagem da calcitonina em sua forma monomérica, não se encontram níveis elevados deste hormônio em pacientes portadores de neoplasia pulmonar, desestimulando sua utilização como marcador tumoral nesta patologia. Resumo em inglês BACKGROUND. Calcitonin (CT) is a peptidic hormone produced by the thyroid C cells and related to calcium metabolism. High plasmatic levels of this hormone are found in patients with medullary thyroid carcinoma, what makes it an excellent tumor marker for this disease. However, there are reports that showed an increase of plasmatic CT levels in patients with other tumors, mainly in lung cancer. PURPOSE. These data prompt us to investigate the validity of the CT level deter (mais) minations as a potential tumor marker in different histologic lung cancer, and its correlation with hypercalcemia, a very common complication in these tumors. METHOD. Blood were sampled from 56 patients with malignant lung disease for the CT and ionized calcium determinations. Calcitonin was measured using a specific radioimmunoassay for the monomeric form of the molecule, in a previous silica extracted serum probe. RESULTS. We did not find elevated levels of monomeric CT in lung cancer. Only 3 patients had mild elevated levels, while in the others CT was normal or undetectable. Hypercalcemia was found in 21.4% of these patients, but only one with supranormal CT levels. CONCLUSION. Monomeric CT serum levels are normal in lung cancer, what makes the latter use an unreliable tumor marker.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Carcinoma não medular familiar da tiróide/ Familial nommedullary thyroid cancer

Santos, Roberto Bernardo; Melo, Thaís Gomes de; Assumpção, Lígia V. Montali
2007-07-01

Resumo em português O carcinoma diferenciado da tiróide, papilífero ou folicular, origina-se da célula folicular tiroideana, sendo a neoplasia maligna mais freqüente desta glândula. Desde 1955 têm sido relatados casos de agrupamento familiar deste carcinoma, e atualmente estima-se que 4,2% de todos os carcinomas diferenciados da tiróide tenham origem familiar. Esses casos costumam ser mais agressivos, incidem em idade mais precoce, são multifocais e apresentam maior taxa de recorrên (mais) cia. Parecem ser transmitidos por herança autossômica dominante com penetrância variável, mas os genes exatos responsáveis pela doença ainda não foram totalmente identificados. Os pacientes devem ser tratados com tiroidectomia total e freqüentemente também com esvaziamento linfonodal cervical, seguidos de ablação com iodo radioativo e terapia supressiva do TSH com levotiroxina. Alguns autores recomendam rastreamento de familiares de primeiro grau dos pacientes afetados através da ultrassonografia cervical, com objetivo de realizar diagnóstico precoce, possibilitando melhores resultados terapêuticos. Resumo em inglês Nonmedullary thyroid carcinoma, originating from thyroid epithelial cells, is the most frequent thyroid malignant neoplasia. Since 1955, there has been increasing evidence that this cancer may have a familial predisposition. It is now established that around 4.2% of all nonmedullary thyroid carcinomas occurs on the background of familial predisposition. These cases are often more aggressive, due to early onset, multifocality and a higher percentual of recurrences. An auto (mais) ssomal dominant inheritance pattern appears likely in most families, although the exact genes responsible for this syndrome have not yet been identified. Patients affected by this cancer should be treated with total thyroidectomy routinely and, in most cases, lymph node dissection, followed by iodine ablation and TSH suppressive therapy with levothyroxine. Some authors also recommend that first-degree relatives of patients with nonmedullary thyroid cancer (especially women) should be submitted to neck ultrasound for thyroid cancer screening, aiming early diagnosis for better treatment results.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Vias dopaminérgicas e somatostatinérgicas diminuem o TSH sérico em ratos portadores de carcinoma mamário walker-256/ Dopaminergic and somatostatinergic pathways decrease serum thyrotropin in rats bearing the 256-walker mammary carcinoma

Monte, Osmar; Zyngier, Szulin; Kimura, Edna T.; Bianco, Antonio C.
2005-04-01

Resumo em português A função do eixo hipotálamo-hipófise-tireóide em animais portadores da "síndrome do T3 baixo", foi estudada em ratos implantados com o tumor de Walker-256. Ratos machos adultos foram injetados com 1 x 106 células tumorais viáveis, por via SC, e sacrificados após 10 dias. A intensidade da síndrome guardou relação positiva com o tamanho do tumor desenvolvido. Houve diminuição da atividade tireoideana documentada pela diminuição da área nuclear das células (mais) foliculares, das concentrações plasmáticas do T4, da rTg e da captação do 131I. Mesmo o implante SC de um pellet de TSH de liberação lenta causou menor estimulação tireoideana, avaliada após 2 e 24h nos ratos com tumor. A secreção do rTSH avaliada através da administração IV de TRH mostrou-se significativamente diminuída nestas condições, indicando aumento do tônus inibidor hipotalâmico sobre a secreção deste hormônio. A participação de outros neuro-mediadores hipotalâmicos foi verificada através da administração prévia de metoclopramida e/ou fisostigmina, com ou sem estímulo subseqüente pelo TRH. Nos animais tratados com metoclopramida, os valores do rTSH aumentaram significativamente, assim como a resposta ao estímulo de secreção pelo TRH. A fisostigmina mostrou-se mais eficiente na mediação da resposta de secreção do rTSH, bem como na resposta ao estímulo de secreção pelo TRH. A administração concomitante dos dois fármacos, seguida do estímulo pelo TRH, normalizou a secreção do rTSH. Conclui-se que, além das alterações conhecidas do metabolismo das iodotironinas, a secreção de TSH encontra-se diminuída nos animais portadores de tumor de Walker-256, sugerindo diminuição global do tônus tireoideano. Resumo em inglês The hypothalamus-pituitary-thyroid axis was studied in rats with the "low T3 syndrome" caused by the implantation of the Walker-256 mammary carcinoma. Male adult rats were injected s.c. with 1 x 106 viable tumoral cells and killed 10 days later. The tumor development was associated with decreased thyroid activity characterized by a ~15% reduction in the nuclear area of the thyrocytes and 131I-thyroid uptake (down by ~50%), as well as about 70% lower serum levels of T4 and (mais) rTg. The functional thyroidal response to exogenous TSH was decreased in the tumor-bearing rats, as well as the rTSH secretion in response to TRH (50ug/kg). To investigate the role of other hypothalamic neuromediators in this process, tumor-bearing rats received an i.v. injection of metoclopramide (5mg/kg) and/or physostigmine (12.5ug/kg), with or without concomitant stimulus with TRH. Each drug improved the rTSH response to TRH, which in the case of physostigmine, almost normalized. When both drugs were injected simultaneously the rTSH response to TRH returned to normal. Thus, in addition to the well known alterations in the extrathyroidal metabolism of thyroid hormones, TSH secretion is decreased in rats with the Walker-256 tumor, indicating a generalized reduction in the thyroid function.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Variante oncocítica do carcinoma medular: relato de caso/ Oncocytic variant of medullary thyroid carcinoma: case report

Dedivitis, Rogério A.; Di Giovanni, José Henrique; Silva, Grace F.C. da; Marinho, Larissa C.; Guimarães, André V.
2004-04-01

Resumo em português Tumores oncocíticos do sistema endócrino são um grupo de entidades raras descritas em diversos órgãos, incluindo a glândula tireóidea. O carcinoma medular pode excepcionalmente mostrar predomínio de células com alteração oncocítica, mas a imunorreatividade positiva para calcitonina costuma ser útil para o correto diagnóstico. Descrevemos o caso de paciente do sexo feminino, de 71 anos, com nódulo tireoidiano notado há 2 meses, de 5 cm, endurecido e sem ad' (mais) enopatia palpável significativa. A dosagem dos hormônios tireoidianos estava normal. A vascularização do nódulo, ao ultra-som com Doppler, era predominantemente central. O exame citopatológico revelou suspeita de neoplasia folicular com predomínio de células com alteração oncocítica. Foi realizada hemitireoidectomia. O exame histopatológico de congelação mostrou tratar-se de neoplasia folicular e a avaliação histopatológica do material incluído em parafina e imunoistoquímica concluíram tratar-se de carcinoma medular, variante oncocítica. A tireoidectomia foi totalizada em segundo tempo e a paciente recebeu dose terapêutica de 131I adjuvante, estando sem evidência de recidiva após 40 meses. O carcinoma medular deve ser considerado como diagnóstico diferencial nos casos incomuns de carcinoma tireoidiano com predomínio de células com alteração oxifílicas. Resumo em inglês Oncocytic tumors of the endocrine system are a group of rare entities described in several organs, including the thyroid gland. Medullary carcinoma can seldom show the predominance of cells with oncocytic changes but the positive immunostaining for calcitonin should be helpful for the correct diagnosis. We describe the case of a 71 year-old female Caucasian patient, with a hard 5 cm thyroid nodule for 2 months. There was no significant cervical adenopathy. Thyroid hormone (mais) levels were normal. The US-Doppler examination showed a centrally vascularized nodule. Cytopathology analyses was suspicious for follicular neoplasm with predominance of oncocytic cells, and a hemithyroidectomy was performed. Frozen section examination confirmed a follicular neoplasm and the definitive histopathological and immunohistochemical analyses was conclusive for a medullary carcinoma, oncytic variant. A total thyroidectomy was then performed, followed by adjuvant 131Iodine therapy. After a 40-month follow-up the patient is alive with no evidence of disease. Medullary carcinoma should be considered in the differential diagnosis of unusual thyroid carcinomas with predominance of cells with oncocytic changes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Tumores endócrinos associados às mutações das proteínas Gsalfa e Gi2alfa/ Endocrine tumors associated to protein Gsalpha/Gi2alpha mutations

Bezerra, Milena Gurgel Teles; Latronico, Ana Claudia; Fragoso, Maria Candida B.V.
2005-10-01

Resumo em português Diversas mutações em oncogenes promovem o crescimento tumoral através da indução de atividade de proteínas que normalmente transmitem sinais proliferativos a partir de fatores extracelulares. As proteínas G são uma família de proteínas ligadas ao nucleotídeo guanina que apresentam homologia estrutural e estão amplamente distribuídas em células eucariotas. Elas são constituídas por três sub-unidades (alfa, beta e gama). A sub-unidade alfa apresenta o síti (mais) o de ligação ao nucleotídeo guanina e é única para cada proteína G. A proteínas G estão acopladas aos receptores de superfície celular com sete hélices transmembrana com uma grande variedade de efetores intracelulares e segundos mensageiros. Um subgrupo de tumores endócrinos, incluindo os tumores hipofisários secretores de GH e ACTH, nódulos tireoideanos autônomos, tumores adrenocorticais e gonadais, foram associados a mutações somáticas ativadoras em códons altamente conservados das proteínas Gs (Arg201 e Gln227) e Gi (Arg179, Gln205). Estes achados moleculares indicaram que as proteínas G atuam como oncogenes, contribuindo no processo da tumorigênese endócrina em humanos. Resumo em inglês Many oncogenic mutations promote tumor growth by inducing autonomous activity of proteins that normally transmit proliferative signal initiated by extracelular factors. G proteins are a family of guanine nucleotide binding proteins, which are structurally homologous and widely distributed in eukaryotic cells. They are composed of three different subunits (alpha, beta e gamma). The alpha subunit, which contains the guanine nucleotide-binding site, is unique to each G prote (mais) in. The G proteins couple an array of seven transmembrane receptors at the cell surface with a variety of intracellular effectors, which produce second messenger molecules. A subset of endocrine tumors, such as GH- or ACTH-secreting pituitary adenomas, functioning thyroid adenomas, adrenocortical and gonadal tumors were associated with somatic activating mutations in the highly conserved codons of the Gs (Arg201 and Gln227) and Gi (Arg179 and Gln205) proteins. These findings indicated that the G proteins play a role as oncogenes, contributing with the human endocrine tumorigenesis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Sistema enzimático gerador de peróxido de hidrogênio: NADPH oxidase na tireóide humana

Cardoso, Luciene C.; Figueiredo, Márcia D.L.; Domingos, Manoel G.; Vaisman, Mario; Carvalho, Denise P.
2000-08-01

Resumo em português No presente estudo avaliamos a atividade geradora de peróxido de hidrogênio (H2O2) em frações particuladas de tireóides suínas e humanas. Inicialmente, analisamos as propriedades bioquímicas da NADPH-oxidase - enzima geradora de H2O2 - localizada na membrana apical da célula tireóidea suína. Nossos resultados demonstram que a atividade geradora de H2O2 na tireóide suína ocorre, principalmente, na fração de membrana apical tireóidea (P 3.000g). Entretanto, n (mais) o P 3.000g a enzima NADPH-oxidase é apenas parcialmente cálcio-dependente, ao contrário do que acontece em frações purificadas de membrana tireóidea suína, nas quais a enzima é completamente dependente de cálcio, conforme estudos anteriores. Nossos resultados confirmam os previartiente descritos para a NADPH-oxidase tireóidea suína. Em tecidos tireóideos humanos, a geração de H2O2 ocorreu, tanto na fração microsomal (P 100.000g) quanto na fração de membrana apical (P 3.000g). Nossos dados revelam ainda que a NADPH-oxidase humana é completamente cálcio-dependente, ativada por altas concentrações de fosfato e parece ser tão ativa na glândula humana quanto na suína. Além disto, a enzima humana é dependente de adenina-flavina-dinucleotídeo (FAD) no meio de reação, ou seja, parece ser uma flavoproteína, assim como a proteína suína. Resumo em inglês In the present study we evaluated the enzyme responsible for hydrogen peroxide (H2O2) generation in porcine and human thyroid glands. First, we analyzed the biochemical properties of the hydrogen peroxide generating enzyme (NADPH-oxidase), localized in the apical membrane of porcine thyroid cells. Our results showed that the H2O2 generating activity in porcine thyroids occurs mainly in the apical membrane fraction (P 3.000g). In the porcine P 3.000g, thyroid NADPH-oxidase (mais) was partially calcium-dependent; however, in a purified porcine thyroid membrane fraction the enzyme is completely calcium-dependent, as previously determined. These data agree with those already reported for the porcine enzyme. In humans, H2O2 generation occurred both in the microsomal (P 100.000g) and in the apical membrane fractions (P 3.000g). Our data reveal that NADPH-oxidase seems to be as active in human thyroid glands as in porcine thyroids; both are activated by phosphate and calcium in high concentrations. Furthermore, the human NADPH-oxidase is completely calcium-dependent and requires flavine adenine dinucleotide (FAD) in the reaction mixture, suggesting the human NADPH-oxidase to be a flavoenzyme, as the porcine protein.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Receptores acoplados à proteína G: implicações para a fisiologia e doenças endócrinas

Hauache, Omar M.
2001-06-01

Resumo em português A maioria dos hormônios polipeptídicos e mesmo o cálcio extracelular atuam em suas células-alvo através de receptores acoplados à proteína G (GPCRs). Nos últimos anos, tem sido freqüente a identificação e associação causal de mutações em proteínas G e em GPCRs com diversas endocrinopatias, como diabetes insipidus nefrogênico, hipotiroidismo familiar, puberdade precoce familiar no sexo masculino e nódulos tiroidianos hiperfuncionantes. Nesta revisão, abo (mais) rdamos aspectos referentes ao mecanismo de transdução do sinal acoplado à proteína G, e descrevemos como mutações em GPCRs podem levar a algumas doenças endócrinas. Finalmente, comentamos a respeito das implicações diagnósticas e terapêuticas associadas com o maior conhecimento dos GPCRs. Resumo em inglês The majority of polypeptide hormones and even extracellular calcium signal their target cells through G protein-coupled receptors (GPCRs). Recently, many mutations have been both identified and associated with several endocrine disorders, such as nephrogenic diabetes insipidus, familial hypothyroidism, familial male precocious puberty and sporadic hyperfunctional thyroid nodules. In this review, the G-protein coupled signal transduction mechanism is described. Moreover, t (mais) he mechanism through which GPCRs’ mutations lead to endocrine disease is reviewed. Finally, we will comment on implications for diagnosis and treatment related to increasing research on GPCRs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

O efeito molecular e estrutural do hormônio tiroideano no esqueleto/ The molecular and structural effects of thyroid hormone in the skeleton

Gouveia, Cecília H.A.
2004-02-01

Resumo em português O hormônio tiroideano é essencial para o desenvolvimento, maturação e metabolismo ósseos normais. Durante o desenvolvimento, a deficiência do hormônio tiroideano resulta em atraso na maturação do esqueleto e disgênese das epífises, resultando em redução do crescimento e anormalidades esqueléticas. O hormônio tiroideano também tem efeito no osso do adulto. A tirotoxicose é freqüentemente associada ao aumento do metabolismo ósseo e diminuição da massa � (mais) �ssea. Embora a importância do hormônio tiroideano no desenvolvimento e metabolismo ósseos seja clara, os mecanismos que medeiam os efeitos desse hormônio no tecido ósseo apenas começam a ser desvendados. O hormônio tiroideano pode atuar indiretamente no esqueleto, aumetando a secreção de hormônio do crescimento (GH) e insulin-like growth factor-1 (IGF-1); ou diretamente, modulando genes alvo via receptores nucleares específicos. Não se sabe, entretanto, se os principais efeitos do hormônio tiroideano no osso são resultado de ações diretas ou indiretas. Achados in vitro, tais como a presença de receptores de hormônio tiroideano (TR) e a indução de genes e proteínas em células esqueléticas pelo hormônio tiroideano, evidenciam a importância de ações diretas. Esta revisão tem como meta sumarizar os achados in vivo e in vitro relacionados aos efeitos do hormônio tiroideano no esqueleto. Resumo em inglês During development, thyroid hormone deficiency results in delayed skeletal maturation and epiphyseal dysgenesis, resulting in reduced growth and skeletal abnormalities. Thyroid hormone also has effects on bones of adults. Thyrotoxicosis is frequently associated with increased bone turnover and decreased bone mass. However, the mechanisms that mediate its effects on bone tissue are poorly understood. Thyroid hormone acts indirectly in the skeleton, by increasing the secret (mais) ion of growth hormone and insulin-like growth factor-1; or directly, by modulating target genes via specific nuclear receptors. In vitro findings, such as the presence of thyroid receptors (TRs) and the induction of genes and proteins in skeletal cells by thyroid hormone, emphasize the importance of direct actions. The aim of this review is to summarize the in vivo and in vitro findings related to the effects of thyroid hormone on the skeleton.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Mutações do Gene do Receptor Sensível ao Cálcio Extracelular e Suas Doenças Associadas/ Mutations of the Extracellular Calcium-Sensing Receptor Gene and its Associated Diseases

Miyashiro, Kozue; Hauache, Omar M.
2002-08-01

Resumo em português O receptor sensível ao cálcio extracelular (CaR) é um receptor acoplado à proteína G (GPCR), que exerce um papel essencial na regulação da homeostase do cálcio extracelular. O CaR encontra-se expresso em todos os tecidos relacionados com o controle desta homeostase (paratiróides, células C tiroideanas, rins, intestino e ossos). Logo após a clonagem do CaR, mutações inativadoras e ativadoras do gene deste receptor foram associadas com doenças genéticas human (mais) as: hipercalcemia hipocalciúrica familiar (FHH) e hiperparatiroidismo neonatal severo (NSHPT) são causados por mutações inativadoras do gene do CaR, enquanto que a hipocalcemia autossômica dominante é resultante de mutações ativadoras do gene do CaR. Apesar de raras, tais doenças devem ser consideradas no diagnóstico diferencial de distúrbios hipercalcêmicos e hipocalcêmicos. O reconhecimento do papel fundamental do CaR na manutenção da homeostase do cálcio extracelular motivou o desenvolvimento de drogas capazes de modular a função do CaR, ativando-o (drogas calcimiméticas) ou inativando-o (drogas calciolíticas). Tais drogas têm uma implicação terapêutica potencial, como o controle clínico de casos específicos de hiperparatiroidismo primário e urêmico com o uso de drogas calcimiméticas e um tratamento promissor para osteoporose com o uso de drogas calciolíticas. Resumo em inglês The extracellular calcium-sensing receptor (CaR) is a G protein coupled receptor (GPCR) that plays a key role in the regulation of extracellular calcium homeostasis, being expressed in all tissues related to this control (parathyroid glands, thyroid C-cells, kidneys, intestine and bones). The cloning of the CaR was immediately followed by the association of genetic human diseases with inactivating and activating mutations of the CaR gene: familial hypocalciuric hypercalce (mais) mia (FHH) and neonatal severe hyperparathyroidism (NSHPT) are caused by inactivating mutations of the CaR gene, whereas autosomal dominant hypoparathyroidism is secondary to activating mutations of the CaR gene. In spite of being rare, these diseases should be considered in the differential diagnosis of hypercalcemic and hypocalcemic disorders. Recognition of the important role of the CaR for the regulation of extracellular calcium homeostasis motivated the development of drugs that modulate the CaR function, by either activating (calcimimetic drugs) or antagonizing it (calcilytic drugs). These drugs have potential therapeutic implications, such as medical control of specific cases of primary and uremic hyperparathyroidism with calcimimetic drugs and a potential treatment for osteoporosis with a calcilytic drug.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Marcadores genéticos e auto-imunes do diabetes melito tipo 1: da teoria para a prática/ Genetic and humoral autoimmunity markers of type 1 diabetes: from theory to practice

Silva, Maria Elizabeth Rossi da; Mory, Denise; Davini, Elaine
2008-03-01

Resumo em português O diabetes melito tipo 1 auto-imune (DM1A) resulta da destruição auto-imune seletiva das células-beta pancreáticas produtoras de insulina. O principal determinante genético de suscetibilidade para o DM1A está em genes do complexo principal de histocompatibilidade, no cromossomo 6p211.3 (locus IDDM1), responsável por 40% ou mais da agregação familiar dessa doença. O maior risco é conferido pelo genótipo do antígeno leucocitário humano HLA-DR3-DQA1* 0501-DQB1* (mais) 0201/DR4-DQA1*0301-QB1*0302, e o haplótipo HLA-DR15-DQA1* 0102-DQB1*0602 é associado à proteção. Três outros loci relacionados à predisposição a DM1A são o número variável de freqüências repetidas (VNTR) do gene da insulina (IDDM2), que confere 10% da suscetibilidade genética, o antígeno-4 associado ao linfócito T citotóxico (CTLA-4) e o protein tyrosine phosphatasis nonreceptor-type 22 (PTPN22). Muitos outros genes suspeitos de predispor à auto-imunidade estão sendo investigados. O DM1A é freqüentemente associado com doença auto-imune tiroidiana, doença celíaca, doença de Addison e várias outras doenças auto-imunes, caracterizadas por auto-anticorpos órgãos-específicos, relacionados aos mesmos determinantes genéticos. Esses anticorpos são úteis na detecção de auto-imunidade órgão-específica antes do aparecimento da doença clínica, prevenindo comorbidades. Resumo em inglês Type 1 A diabetes mellitus (T1AD) results from the autoimmune destruction of the insulin producing pancreatic beta-cells. The largest contribution to genetic susceptibility comes from several genes located in the major histocompatibility complex on chromosome 6p21.3 (IDDM1 locus), accounting for at least 40% of the family aggregation of this disease. The highest-risk human leukocyte antigen HLA genotype for T1AD is DR3-DQA1*0501-DQB1*0201/DR4-DQA1*0301-DQB1*0302, whereas (mais) -DR15-DQA1*0102-DQB1*0602 haplotype is associated with dominant protection. Three other T1D loci associated with predisposition are the Variable Number for Tandem Repeats (VNTR) near the insulin gene (IDDM2), which accounts to 10% of genetic susceptibility, the Cytotoxic T-Lymphocyte-associated Antigen (CTLA-4)(IDDM 12) and the Protein Tyrosine Phosphatasis Nonreceptor-type 22 (PTPN22). Many other gene suspected to predispose to autoimmunity have been investigated. T1AD is frequently associated with autoimmune thyroid disease, celiac disase, Addison´s disease and many other autoimmune diseases, characterized by organ-specific autoantibodies and related to the same genetic background. Using these autoantibodies, organ specific autoimmunity may be detected before the development of clinical disease preventing significant morbidity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Intoxicação por Ipomoea carnea subsp. fistulosa (Convolvulaceae) em caprinos na Ilha do Marajó, Pará/ Poisoning by Ipomoea carnea subsp. fistulosa in goats in the Marajó island, Pará

Oliveira, Carlos Alberto; Barbosa, José Diomedes; Duarte, Marcos Dutra; Cerqueira, Valíria Duarte; Riet-Correa, Franklin; Tortelli, Fábio Py; Riet-Correa, Gabriela
2009-07-01

Resumo em português Ipomoea carnea subsp. fistulosa é uma planta que contém swainsonina causando doença de depósito lisossomal em ruminantes, principalmente em caprinos na região Nordeste do Brasil. Para o estudo das plantas tóxicas da Ilha de Marajó, foram visitadas sete propriedades rurais na Ilha de Marajó, seis localizadas no município de Cachoeira do Arari e uma no município de Soure. Em todas as propriedades visitadas as pastagens eram constituídas de campo nativo, tinham po (mais) uca disponibilidade de forragem e I. carnea subsp. fistulosa encontrava-se em grande quantidade. Nas três propriedades onde eram criados caprinos foram observados animais com sinais nervosos, incluindo tremores de intenção, aumento da base de sustentação quando em estação, ataxia, hipermetria, nistagmo, paresia espástica ou debilidade, alterações posturais, perda de equilíbrio e quedas. Em duas fazendas a prevalência foi de 32% (23/71) e 100% (32/32) e em outra havia um animal com sinais acentuados e o resto do rebanho, de 19 caprinos, não foi examinado clinicamente. Bovinos, ovinos e bubalinos não foram afetados. Foram eutanasiados e necropsiados seis caprinos que apresentavam sinais clínicos acentuados. Macroscopicamente não foram observadas alterações. Na histologia observou-se vacuolização do pericário de neurônios e do citoplasma de células epiteliais da tireóide, rim, fígado, pâncreas e macrófagos de diversos órgãos. No sistema nervoso central a vacuolização era mais grave nos neurônios de Purkinje do cerebelo e nos neurônios dos núcleos cerebelares e do tronco encefálico. Observaram-se também degeneração walleriana dos axônios e gliose. A alta freqüência da intoxicação nas três fazendas que criavam caprinos sugere que a intoxicação por I. carnea subsp. fistulosa é muito importante para caprinos na Ilha de Marajó, onde há abundante quantidade da planta, que permanece verde durante todo o período seco. Resumo em inglês Ipomoea carnea subsp. fistulosa is a swainsonine-containing plant causing a glycoprotein storage diseases in ruminants, mainly in goats in northeastern Brazil. Seven farms were visited on the Marajo Island, state of Pará, northern Brazil, six in the municipality of Cachoeira do Arari and one in the municipality of Soure. In all farms native pastures had shortage of forage and were largely invaded by I. carnea subsp. fistulosa. On the three farms goats presented difficult (mais) ies in standing, ataxia, hypermetria, wide-based stance, lateral gait, intention tremors, spastic paresis or weakness, abnormal postural reactions, nystagmus, loss of equilibrium and falling to the side or backward. On two farms the prevalence was of 32% (23/71) and 100% (32/32). On another farm one goat out of 19 had severe clinical signs, but the others of the flock were not examined clinically. Cattle, sheep and buffaloes were not affected. Six goats were euthanized and necropsied. No gross lesions were observed. Upon histological examination the main lesion was the vacuolization of the perikaryon of neurons and cytoplasm of epithelial cells of thyroid, liver, kidney, pancreas and macrophages of different organs. In the central nervous system the vacuolization of the perikaria was more severe in Purkinje cells of the cerebellum and in nuclei of the brain stem, mainly the cerebellar nuclei. Wallerian degeneration of axons and gliosis was also observed. The high frequency of the disease on the three farms suggests that poisoning by I. carnea subsp. fistulosa is very important for goats on Marajó Island where there are large amounts of the plant in the pastures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Intoxicação experimental por Sida carpinifolia (Malvaceae) em ovinos/ Experimental poisoning by Sida carpinifolia (Malvaceae) in sheep

Seitz, Anderson L.; Colodel, Edson M.; Barros, Severo S.; Driemeier, David
2005-03-01

Resumo em português Administrou-se Sida carpinifolia L.f. secada à sombra e moída, em doses diárias de 11 a 30g/kg/dia, para sete ovinos. Um animal foi encontrado morto aos 18 e outro morreu apresentando sinais clínicos aos 53 dias do início do experimento. Outros quatro animais adoeceram e foram eutanasiados aos 30, 45, 75 e 100 dias do experimento. O fornecimento de S. carpinifolia foi interrompido em um ovino ao 80º dia do experimento, e o animal foi eutanasiado 70 dias após. Todos (mais) os animais foram necropsiados. O consumo variou entre 11 e 30 g/kg/dia da planta seca. As principais alterações clínicas iniciaram a partir do 20º dia com emaciação progressiva e leve diarréia. Os sinais neurológicos iniciaram no 25º dia e eram caracterizados por ataxia com dismetria, tremores da cabeça, posturas atípicas, quedas freqüentes, lentidão dos movimentos, dificuldade em apreender e deglutir os alimentos. Esses sinais clínicos se acentuavam quando os animais eram forçados a se movimentar. O ovino que parou de consumir Sida carpinifolia, recuperou-se clinicamente e 11 dias após a interrupção não apresentava mais alterações clínicas. Na necropsia havia aumento de volume dos linfonodos mesentéricos em cinco dos sete ovinos. Ao exame histológico as alterações mais significativas estavam presentes no sistema nervoso central e constavam de distensão e vacuolização citoplasmáticas afetando principalmente as células de Purkinje do cerebelo, os neurônios do córtex cerebral, do tálamo, do mesencéfalo e dos cornos ventrais da medula espinhal. Também foram observados esferóides axonais mais freqüentes na camada granular do cerebelo. A vacuolização citoplasmática foi observada também no epitélio dos ácinos pancreáticos e dos túbulos renais, nas células foliculares da tireóide, nos hepatócitos e macrófagos de órgãos linfóides. As lesões ultra-estruturais observadas foram vacuolizações citoplasmáticas, algumas envoltas por membranas, em neurônios de Purkinje do cerebelo e nas células foliculares da tireóide. O ovino que permaneceu 70 dias sem consumir S. carpinifolia não apresentou alterações histológicas. Resumo em inglês Seven sheep received dry crushed Sida carpinifolia L.f. One of them died at 18 and other at 53 days of the experiment. Four others were euthanatized and necropsied at 30, 45, 75 and 100 days. For one sheep the supply of S. carpinifolia was interrupted on the 80th day of the experiment, and 70 days later the animal was euthanized and necropsied. The minimal amount of the dry plant consumed was 11 g/kg and the maximum was 30 g/kg. The progression of clinical findings was si (mais) milar in six animals with slight diarrhea at 20 days of experiment. Neurological signs were observed at 25 days and included ataxia with dysmetria, muscle tremors of the head, atypical postural reactions, frequent falls, sluggish of movements, difficulty in grazing and swallowing. These signs were enhanced when the animals were forced to walk. Four of the animals presented progressive emaciation. The sheep whose supply of the plant was interrupted recovered gradually, and 11 days after the animal returned to normal. During necropsy, only enlarged mesenteric lymph nodes were observed. The histological alterations were more significant in the central nervous system, with multiple and severe cytoplasmic distention and vacuolation which affects specially Purkinje cells of the cerebellum, neurons of cerebral cortex, thalamus, midbrain and the ventral horn of spinal cord. Axonal spheroids in the brain, more frequently in the granular layer of cerebellum were also observed. The cytoplasmic vacuolation was also found in pancreatic acinar cells, renal tubules, thyroid follicular epithelium, hepatocytes and macrophages of lymphoid organs. The ultrastructural lesions observed were cytoplasmic vacuolation, some surrounded by membranes in Purkinje cells of cerebellum and thyroid follicular cells. The sheep, which had S. carpinifolia withdrawn from its diet for 70 days, had no significant histological alterations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Intoxicação experimental por Sida carpinifolia (Malvaceae) em bovinos/ Experimental poisoning by Sida carpinifolia (Malvaceae) in cattle

Furlan, Fernando H.; Lucioli, Joelma; Veronezi, Luciane O.; Traverso, Sandra D.; Gava, Aldo
2008-01-01

Resumo em português Descrevem-se os achados clínicos e patológicos da intoxicação experimental por Sida carpinifolia em bovinos. Para a reprodução experimental da doença, folhas verdes da planta foram coletadas semanalmente na região do Alto Vale do Itajaí e fornecidas in natura diariamente para cinco bovinos nas doses de 10 e 20g/kg por 120 dias, 40g/kg por 30 dias, e 30 e 40g/kg de peso animal por 150 dias. Um bovino morreu e os outros foram eutanasiados ao final do período de co (mais) nsumo da planta. Os principais sinais clínicos consistiam de andar em marcha, olhar atento e tremores de cabeça e foram de intensidade leve a acentuado conforme a dose de planta e tempo de consumo. A lesão histológica predominante caracterizava-se por vacuolização e tumefação de neurônios (principalmente os de Purkinje), das células acinares pancreáticas e células foliculares da tireóide. Ultra-estruturalmente verificou-se vacúolos, por vezes, contendo material finamente granular em neurônios, células acinares pancreáticas e células foliculares da tireóide. S. carpinifolia causa doença de depósito lisossomal em bovinos quando consumida por período prolongado, mesmo em pequenas doses. Resumo em inglês Clinical and pathological findings of experimental poisoning by Sida carpinifolia in cattle are described. A neurologic disease was observed in cattle on farms of the Alto Vale do Itajaí region of the Brazilian state of Santa Catarina. For the experimental reproduction of the disease, fresh green leaves, weekly harvested in the same region where spontaneous case occurred, were force-fed to five cattle at doses of 10 and 20g/kg for 120 days, 40g/kg for 30 days, and 30 and (mais) 40g/kg body weight for 150 days. One animal died and the others were euthanatized at the end of the experiment. Clinical signs and lesions varied from mild to severe in the experimentally poisoned cattle and depended on dose and length of the period of consumption. Main histological and ultrastructural lesions consisted of vacuolation and distension of neuronal perikarya (mainly of Purkinje cells), and of the cytoplasm of acinar pancreatic cells and thyroid follicular cells. It is concluded that ingestion of even small amounts S. carpinifolia for prolonged periods of time cause lisosomal storage disease in cattle.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Intoxicação espontânea por Ipomoea carnea subsp. fistulosa (Convolvulaceae) em bovinos no Pantanal Matogrossense/ Spontaneous Ipomoea carnea subsp. fistulosa (Convolvulaceae) poisoning of cattle in the Brazilian Pantanal

Antoniassi, Nadia A.B.; Ferreira, Eduardo V.; Santos, Carlos E.P. dos; Arruda, Laura P. de; Campos, João Losano E.; Nakazato, Luciano; Colodel, Edson M.
2007-10-01

Resumo em português Relata-se a intoxicação espontânea por Ipomoea carnea subsp. fistulosa (canudo, algodoeiro) em bovinos no Pantanal Matogrossense. As investigações iniciaram após a morte de 12 bovinos, de um rebanho de 500 animais, criados em uma extensa área intensamente infestada por I. carnea subsp. fistulosa com escassa disponibilidade de outra forragem. As mortes ocorreram entres os meses de junho e setembro de 2006. O quadro clínico foi caracterizado por emagrecimento e sina (mais) is neurológicos com dificuldade locomotora. Um bovino foi necropsiado sem que se observassem alterações macroscópicas significativas. Histologicamente havia tumefação e vacuolização celular, em neurônios, células acinares pancreáticas, tubulares renais e foliculares da tireóide. Bovinos com quadro clínico similar foram retirados da área invadida por I. carnea subsp. fistulosa e colocadas em áreas com pastagem nativa e de Brachiaria sp. e apresentaram melhora clínica após período de 15 dias. Resumo em inglês A spontaneous Ipomoea carnea subsp. fistulosa (canudo, algodoeiro) poisoning of cattle in the county of Poconé, Brazilian Pantanal, is reported. The investigation began after 12 cattle had died from a flock of 500 animals maintained in an extensive area intensely infested by I. carnea subsp. fistulosa with scarce availability of other fodder plants. The deaths occurred from June to September of 2006. Clinical signs were loss of weight and neurological deficits with hyper (mais) metry and incoordination. No significant gross lesions were observed at postmortem examination of one bovine. Histological changes comprised widespread cytoplasmic vacuolation of neurons, cells of the thyroid, kidney and pancreas. Cattle with similar clinical picture, that had been removed from the area invaded by I. carnea subsp. fistulosa and placed into areas with native and Brachiaria sp. pasture, recovered clinically within 15 days.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Hipotireoidismo primário simulando volumoso macroadenoma hipofisário/ Primary hypothyroidism mimicking pituitary macroadenoma

Betônico, Carolina C. R.; Rodrigues, Ricardo; Mendonça, Suzan C. L.; Jorge, Paulo Tannus
2004-06-01

Resumo em português Mulher de 21 anos apresenta história de 2 anos de irregularidade menstrual, com períodos de amenorréia de até 8 meses e ganho ponderal e há 1 ano galactorréia e cefaléia holocraniana. Exames da ocasião: TSH: 1192 mUI/ml (0,27-4,2); T4T:1,0 mg/dl (4,4-11,4) ; T3T: 0,41 ng/ml (0,7-2,1); prolactina: 69,2 ng/ml (3-20). Em serviço de endocrinologia foi confirmado quadro de mixedema acompanhado de galactorréia. Ressonância magnética (RM) de hipotálamo-hipófise mos (mais) trou lesão expansiva intra e supra selar com 1,9 x 1,4 x 1,9 cm nos seus maiores diâmetros, determinando compressão e desvio do quiasma óptico. Diante da possibilidade de hiperplasia das células produtoras de TSH, optamos por iniciar o tratamento do hipotireoidismo com levotiroxina. Após 2 meses de tratamento e normalização dos níveis séricos dos hormônios tireoidianos e do TSH, nova RM mostrou hipófise de tamanho normal. A regressão do volume hipofisário após terapia com levotiroxina confirmou a hipótese diagnóstica de hiperplasia hipofisária decorrente do hipotireoidismo primário. Nossos achados reforçam a importância da avaliação dos hormônios tireoideanos e TSH na investigação de aumento de volume hipofisário prevenindo uma cirurgia desnecessária. Resumo em inglês A 21-year-old woman complaining of 8-month amenorrhea associated to weight gain, galactorrhea and frequent headaches, presented for clinical evaluation; her laboratory tests were: TSH: 1192 mUI/ml (0.27-4.2); TT4: 1.0 mg/dl (4.4-11.4l); TT3: 0.41 ng/ml (0.7-2.1); prolactin: 69.2 ng/ml (3-20) and a diagnosis of myxedema associated to galactorrhea was made. A hypothalamic-pituitary magnetic resonance imaging (MRI) showed a suprasellar and intrasellar mass lesion of 1.9 x 1. (mais) 4 x 1.9 cm, determining compression and deviation of the optic chiasm. Due to the possibility of hyperplasia of the TSH-producing cells, treatment of hypothyroidism was initiated with levothyroxine. Two months later, upon normalization of thyroid hormones and TSH levels, a second MRI showed an anatomically normal pituitary gland. Regression of the pituitary mass after treatment with levothyroxine confirmed the hypothesis of pituitary hyperplasia secondary to primary hypothyroidism. Our findings support the importance of determining thyroid function tests during the investigation of pituitary masses and thus avoiding an unnecessary surgery.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Expressão das proteínas p19 (gag) e gp21 (env) do HTLV-1 no tecido tireoideano de pacientes com doença auto-imune da tireóide e no tecido tireoideano normal

C. Filho, Rubens A.; Vaisman, Mário; Vilar, Enói A.G.; Fonseca, Eliene C.
2000-10-01

Resumo em português As doenças auto-imunes da tireóide são o resultado da quebra da auto-tolerância causada principalmente por fatores genéticos e ambientais. O retrovírus HTLV-1 tem sido implicado como um importante fator ambiental desencadeador destas doenças. Objetivando encontrar evidências da participação deste retrovírus, 47 tecidos tireoideanos parafinados de 45 pacientes com doença de Graves e dois com tireoidite de Hashimoto, juntamente com tecidos tireoideanos normais d (mais) e seis tireóides obtidas após necropsia e linfonodo de paciente com infecção pelo HTLV-1, utilizados como controles negativo e positivo, respectivamente, foram estudados. Com a intenção de detectar as proteínas p19 (gag) e gp21 (env) do HTLV-1, os tecidos foram submetidos a imuno-histoquímica, utilizando-se um novo método de recuperação antigênica e anticorpos monoclonais anti-p19 e anti-gp21. Como resultado obtivemos a mediana do percentual de positividade no sexo feminino de 30% e 41%, no masculino de 27% e 52% e total de 30% e 41%, para as proteínas p19 e gp21, respectivamente. Nos tecidos tireoideanos normais, cinco foram positivos para as duas proteínas e apresentaram mediana do percentual de positividade de 17% para a p19 e 39% para a gp21. A detecção das proteínas p19 e gp21 no tecido tireoideano de pacientes com doença auto-imune da tireóide e em tecidos normais talvez indique a expressão genética de seqüências do HTLV-1 integradas ao genoma dos indivíduos estudados, ou talvez possa representar mimetismo molecular, ou reação cruzada, causada pela presença de antígenos comuns entre as proteínas p19 e gp21 do HTLV-1 e as células epiteliais foliculares da tireóide. Resumo em inglês Autoimmune thyroid diseases are the result of the breakdown of self-tolerance caused mainly by genetic and environmental factors. Retrovirus HTLV-1 has been implied as an important environmental factor causing these diseases. In order to obtain evidences of the participation of this retrovirus, 47 paraffin embedded thyroid tissues from 45 patients with Graves' disease and two with Hashimoto's thyroiditis were studied, together with six normal thyroid tissues obtained from (mais) autopsies and lymph node tissue from a patient infected with the HTLV-1, used as negative and positive controls, respectively. All tissues were submitted to immunohistochemistry for the detection of protein p19 (gag) and gp21 (env) of the HTLV-1, using a new antigen retrieval method and anti-p19 and anti-gp21 monoclonal antibodies. The median positivity percentage for proteins p19 and gp21 were, respectively: 30% and 41% (for females), 27% and 52% (for males) and 30% and 41% (for all). Five out of 6 normal thyroid tissues were positive for both proteins, with a median positivity percentage of 17% for p19 and 39% for gp21. Detection of proteins p19 and gp21 in thyroid tissues from patients with autoimmune thyroid diseases and in normal thyroid tissues might indicate the expression of genetic sequences of HTLV-1 integrated into the genome of these individuais or may represent molecular mimicry and cross-reaction caused by the presence of shared antigens between HTLV-1 proteins p19 and gp21 and thyroid follicular epithelial cells.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Expressão das iodotironinas desiodases nas neoplasias tireoidianas/ Iodothyronine deiodinases expression in thyroid neoplasias

Meyer, Erika L. Souza; Wagner, Márcia S.; Maia, Ana Luiza
2007-07-01

Resumo em português As iodotironinas desiodases formam uma família de selenoenzimas com propriedades catalíticas distintas que ativam ou inativam os hormônios tireoidianos via desiodação do anel fenólico ou tirosínico da molécula do T4. As desiodases tipo I e II (D1 e D2) são as enzimas responsáveis pela geração do T3 e são amplamente expressas na tireóide normal. A transformação neoplásica benigna ou maligna da glândula tireóide está associada a alterações na expressã (mais) o dessas isoenzimas, sugerindo um possível papel da D1 e da D2 como marcadores de diferenciação celular. Anormalidades na expressão de ambas enzimas e da desiodase tipo III (D3), inativadora do hormônios tireoidianos, são também encontradas em outras neoplasias humanas. Os mecanismos ou implicações do aumento ou diminuição das desiodases na patogênese neoplásica são pouco compreendidas. No entanto, é importante observar que a expressão anormal da D2 pode ser responsável por um quadro de tireotoxicose em pacientes com metástases de carcinoma folicular de tireóide, enquanto que o aumento da D3 em hemangiomas pode causar hipotireoidismo de difícil tratamento. Resumo em inglês The iodothyronine deiodinases constitute a family of selenoenzymes that catalyze the removal of iodine from the outer ring or inner ring of the thyroid hormones. The activating enzymes, deiodinases type I (D1) and type II (D2), are highly expressed in normal thyroid gland. Benign or malignant neoplastic transformation of the thyroid cells is associated with changes on the expression of these enzymes, suggesting that D1 or D2 can be markers of cellular differentiation. Abn (mais) ormalities on the expression of both enzymes and also of the deiodinase type III (D3), that inactivates thyroid hormones, have been found in other human neoplasias. So far, the mechanism or implications of these findings on tumor pathogenesis are not well understood. Nevertheless, it’s noteworthy that abnormal expression of D2 can cause thyrotoxicosis in patients with metastasis of follicular thyroid carcinoma and that increased D3 expression in large hemangiomas causes severe hypothyroidism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Efeito de um extrato de Hipérico (Hypericum perforatum) na marcação in vitro de elementos sangüíneos com tecnécio-99m e na biodisponibilidade do radiofármaco pertecnetato de sódio em ratos Wistar/ Effect of Hypericum perforatum extract on in vitro labelling of blood elements with technetium-99m and on biodisponibility of sodium pertecnetate in Wistar rats

Santos-Filho, Sebastião David; Bernardo-Filho, Mario
2005-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o efeito de um extrato de hipérico (Hypericum perforatum) na marcação de elementos sanguíneos com tecnécio-99m (99mTc) e na biodisponibilidade do radiofármaco pertecnetato de sódio em ratos Wistar. MÉTODOS: Sangue (heparinizado) de ratos Wistar é incubado com um extrato de hipérico, com cloreto estanoso e a seguir com Tc-99m, como pertecnetato de sódio (99mTcO4Na). Plasma (P) e células (CS) são isolados por centrifugação. Amostras de P e C (mais) S também são precipitadas com ácido tricloroacético 5%, e separadas as frações solúveis (FS-P e FS-CS) e insolúveis (FI-P e FI-CS). Para a análise da biodistribuição, 0,3 mL do radiofármaco 99mTcO4Na foi administrada em ratos Wistar que receberam por gavagem extrato ou salina (NaCl 0,9%) por 15 dias. Após 10 minutos os animais foram sacrificados e os órgãos isolados para contagem da atividade radioativa. RESULTADOS: O extrato de hipérico reduziu de forma significativa (P Resumo em inglês PURPOSE: To evaluate the effect of a hiperico extract (Hypericum perforatum) on the labeling of blood elements with technetium-99m (99mTc) and in the bioavailability of the radiopharmaceutical sodium pertechnetate in Wistar rats. METHODS: Blood (heparinized) withdrawn from Wistar rats is incubated with a hiperico extract, with a stannous cloride and with 99mTc, as sodium pertechnetate (99mTcO4Na). Plasma (P) and cells (C) are isolated by centrifugation. Samples of P and C (mais) are also precipitated with trichloroacetic acid (TCA 5%) and soluble (FS-P; FS-C) and isoluble (FI-P; FI-C) fractions are separated. In the bioavailability analysis, the extract or NaCl 0.9% solution is administrated into Wistar rats (gavage) during 15 days. Sodium pertechnetate was administered and after 10 min, the animals are sacrificed, the organs were isolated, the radioactivity determined in a well counter, and the percentages of radioactivity per gram (%ATI/g) in the organs are calculated. RESULTS: The hiperico extract decreased significantly (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Dosimetria em folículos tireoidianos devido aos elétrons de baixa energia do iodo usando o método Monte Carlo/ Dosimetry in thyroid follicles due to low-energy electrons of iodine using the Monte Carlo method

Campos, Laélia; Silva, Frank da
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a dose absorvida em folículos tireoidianos devido aos elétrons de baixa energia, como os elétrons Auger e os de conversão interna, além das partículas beta, para os radioisótopos de iodo (131I, 132I, 133I, 134I e 135I) usando o método Monte Carlo. MATERIAIS E MÉTODOS: O cálculo da dose foi feito ao nível folicular, simulando elétrons Auger, conversão interna e partículas beta, com o código MCNP4C. Os folículos (colóide e células folicul (mais) ares) foram modelados como esferas, com diâmetros do colóide variando de 30 a 500 mm. A densidade considerada para os folículos foi a da água (1,0 g.cm-³). RESULTADOS: Considerando partículas de baixa energia, o percentual de contribuição do 131I na dose total absorvida pelo colóide é de aproximadamente 25%, enquanto os isótopos de meia-vida física curta apresentaram contribuição de 75%. Para as células foliculares, esse percentual é ainda maior, chegando a 87% para os iodos de meia-vida curta e 13% para o 131I. CONCLUSÃO: Com base nos resultados obtidos, pode-se mostrar a importância de se considerar partículas de baixa energia na contribuição para a dose total absorvida ao nível folicular (colóide e células foliculares) devido aos radioisótopos de iodo (131I, 132I, 133I, 134I e 135I). Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the absorbed dose in thyroid follicles due to low-energy electrons such as Auger and internal conversion electrons, besides beta particles, for iodine radioisotopes (131I, 132I, 133I, 134I and 135I) utilizing the Monte Carlo method. MATERIALS AND METHODS: The dose calculation was performed at follicular level, simulating Auger, internal conversion electrons and beta particles, with the MCNP4C code. The follicles (colloid and follicular cells) were m (mais) odeled as spheres with colloid diameter ranging from 30 to 500 mm, and with the same density of water (1.0 g.cm-³). RESULTS: Considering low-energy particles, the contribution of 131I for total absorbed dose to the colloid is about 25%, while the contribution due to short-lived isotopes is 75%. For follicular cells, this contribution is still higher achieving 87% due to short-lived iodine and 13% due to 131I. CONCLUSION: The results of the present study demonstrate the importance of considering low-energy particles in the contribution for the total absorbed dose at follicular level (colloid and follicular cells) due to iodine radioisotopes (131I, 132I, 133I, 134 I and 135I).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Doença do armazenamento lisossomal induzida pelo consumo de Sida carpinifolia em bovinos do Rio Grande do Sul/ Lysosomal storage disease caused by Sida carpinifolia in cattle in Rio Grande do Sul

Pedroso, Pedro M.O; Oliveira, Luiz G.S. de; Cruz, Cláudio E.F; Soares, Mauro P; Barreto, Laura R.B; Driemeier, David
2010-10-01

Resumo em português Relata-se a intoxicação natural por Sida carpinifolia (guanxuma, chá-da-índia) em bovinos no Rio Grande do Sul. Foram afetados cinco bovinos no período 2001-2008. O quadro clínico foi caracterizado por emagrecimento, incoordenação, dificuldade de locomoção, tremores generalizados, quedas frequentes e morte. Microscopicamente, as principais alterações foram vacuolização dos neurônios de Purkinje do cerebelo, das células acinares do pâncreas e das células (mais) foliculares da tireoide. A microscopia eletrônica evidenciou vacúolos com conteúdo finamente granulado e delimitado por membrana. Na lectina-histoquímica, observou-se marcação em neurônios com as lectinas Concanavalia ensiformis (Con-A), Triticum vulgaris (WGA) e Succinyl Triticum vulgaris (sWGA). Resumo em inglês This paper reports the natural poisoning by Sida carpinifolia (guanxuma, chá-da-índia) in cattle in Rio Grande do Sul, Brazil. Five cattle were affected in the period 2001-2008. Clinical signs included weight loss, incoordination, walking difficulty, generalized tremors, frequent falls, and death. Microscopically, the main changes were vacuolation of Purkinje neurons in the cerebellum, pancreatic acinar cells, and thyroid follicular cells. Transmission electron microsco (mais) py revealed vacuoles bordered by membrane containing finely granular material. Lectin histochemistry showed positive staining in neurons with the lectins Concanavalia ensiformis (Con-A), Triticum vulgaris (WGA), and Succinyl Triticum vulgaris (sWGA).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Diagnóstico laboratorial do carcinoma medular de tiróide: calcitonina basal e testes de estímulo/ Biochemical diagnosis of medullary thyroid carcinoma: basal calcitonin and provocative tests

Hauache, Omar M.; Vieira, José Gilberto H.; Maciel, Rui M.B.
2003-10-01

Resumo em português A calcitonina é um hormônio secretado pelas células parafoliculares tiroideanas. O diagnóstico de carcinoma medular de tiróide (CMT) pode ser suspeitado a partir do encontro de níveis aumentados de calcitonina basal ou após testes de estímulos específicos. Neste sentido, a calcitonina caracteriza-se como um importante marcador tumoral para o diagnóstico e seguimento de pacientes portadores de CMT. Neste artigo, revisamos alguns tópicos referentes à utilidade d (mais) a dosagem de calcitonina basal em pacientes portadores de nódulos de tiróide para rastreamento de CMT. Comentamos a respeito dos principais testes de estímulo para secreção de calcitonina disponíveis e finalizamos com algumas observações sobre os ensaios para dosagem de calcitonina. Resumo em inglês Calcitonin is a hormone secreted by the parafollicular thyroid cells. Diagnosis of medullary thyroid carcinoma (MTC) should be considered when high basal calcitonin levels or high calcitonin levels after specific provocative test are found. In this context, calcitonin is considered a relevant tumor marker for diagnosis and follow-up of MTC. In this manuscript, we review some issues related to the usefulness of measuring basal calcitonin in patients with thyroid nodules. T (mais) he current available provocative tests for calcitonin are discussed. Finally, we comment on some aspects related to the assays for calcitonin measurement.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Carcinossarcoma tireoidiano em um cão/ Thyroid carcinosarcoma in a dog

Rodrigues, Aline; Masuda, Eduardo Kenji; Inkelmann, Maria Andréia; Ramos, Adriano Tony; Marques, Brenda Maria Ferreira Prado; Martins, Tessie Beck; Kommers, Glaucia Denise
2007-08-01

Resumo em português Uma cadela de dois anos de idade, sem raça definida, apresentou disfagia e aumento de volume da região cervical ventral, correspondendo à região tireoidiana. Duas massas localizadas nessa região foram removidas cirurgicamente. O cão morreu poucos dias após a cirurgia e não foi necropsiado. O diagnóstico de carcinossarcoma de tireóide baseou-se na presença de componentes neoplásicos epiteliais e mesenquimais malignos, os quais foram confirmados pela reação im (mais) unoistoquímica positiva para citoqueratina e vimentina, respectivamente. A origem tireoidiana foi confirmada pela imunomarcação positiva para tireoglobulina nas células epiteliais foliculares e no colóide. Este é um neoplasma raramente diagnosticado em cães. Resumo em inglês A two year-old female mongrel dog was presented with dysphagia and focal swelling at the thyroid region. Two masses were surgically removed from that site. The dog died a few days after surgery and it was not submitted to necropsy. The diagnosis of thyroid carcinosarcoma was based on malignant epithelial and mesenchymal cell components of the neoplasm and confirmed by immunohistochemistry for cytokeratin and vimentin, respectively. The thyroid origin was confirmed based o (mais) n the positive immunostaining for thyroglobulin on the follicular epithelial cells and colloid. This is a neoplasm rarely diagnosed in dogs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Carcinoma misto medular-papilar de tireóide: relato de caso

Sousa, Maísa S.; Soares, Edson G.; Halah, Fernanda P.B.; Maciel, Léa M.Z.
2001-12-01

Resumo em português Casos de carcinomas mistos medular-papilar são raros e não foram classificados pela OMS. Relatamos o caso de uma paciente de 32 anos, com nódulo cervical há 4 anos, sem história familiar de doença nodular tireóidea ou de irradiação prévia. A citologia revelou neoplasia de células de Hürthle e, após tireoidectomia total, o diagnóstico histológico foi de um carcinoma misto: medular-papilar com diferenciação oxifílica, apresentando arranjos papilares com ei (mais) xos fibro-vasculares contendo predomínio de células de padrão oxifílico, tanto no nódulo como nos gânglios cervicais metastáticos. Notou-se, ainda, a presença de material amorfo de aspecto amilóide que corou positivamente para vermelho Congo, acompanhado de focos de calcificação, tanto no tumor primário quanto nas metástases. A tireoglobulina não foi imunorreativa em células da citologia, porém foi reativa em áreas dos cortes histológicos, tanto no nódulo tireóideo como nas metástases. A imunorreatividade à calcitonina foi predominante nas células da citologia, nos cortes histológicos do tumor primário e das metástases. Levanta-se a hipótese de que tais tumores surjam da transformação neoplásica de um único tipo celular. Recentemente, tem sido sugerido que do último corpo branquial do homem possam surgir ambas as células e que uma célula tronco poderia ser a precursora destas neoplasias. Resumo em inglês Cases of mixed medullary-papillary carcinoma are rare and have not been classified by WHO. We report a 32yo patient who had a diagnosis on cytological analysis by fine needle biopsy as Hürthle cell neoplasm with probable metastases to cervical nodules, due to the presence of numerous isolated cells of an oxyphilic pattern. After total thyroidectomy, on histology, a mixed medullary-papillary carcinoma with oxyphilic differentiation was diagnosed based on the papillary arr (mais) angement with fibrovascular septa containing cells showing a predominant oxyphilic pattern, both in the thyroid nodule and in regional cervical lymph nodes. Amorphous material of amyloidal aspect, which stained positively for Congo red, accompanied by focal calcification, was observed, both in the primary tumors and in the metastases. Thyroglobulin was not immunostained in the cells obtained by fine needle aspiration biopsy, but was immunostained in histology fields, both in the thyroid nodules and in the metastases. The immunoreaction for calcitonin was predominant on cytologic analysis and in the hystologic exam of the primary tumor and metastases. Dual differentiation in thyroid neoplasms has been interpreted as indicative of a common stem cell origin. It has been reported that the ultimobranchial body in man contributes both with C-cells and follicular cells to the thyroid. Thus, a common stem cell could give rise to such a mixed medullary-papillary neoplasm.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Carcinoma medular de tireóide: da definição às bases moleculares/ Medullary thyroid carcinoma: from definition to genetic bases

Magalhães, Patrícia K.R.; Castro, Margaret de; Elias, Lucila L.K.; Maciel, Léa M.Z.
2003-10-01

Resumo em português O carcinoma medular de tireóide (CMT) é um tumor maligno raro com origem nas células parafoliculares da tireóide, tendo como principal produto secretório a calcitonina. Representa 3 a 10% de todos os tumores tireoidianos e é responsável por um grande número de mortes em portadores de câncer de tireóide. Em 75-90% dos pacientes, o CMT ocorre de forma esporádica e, nos demais casos, é uma doença hereditária autossômica dominante com alto grau de penetrância (mais) e variabilidade de expressão, podendo fazer parte de 3 síndromes distintas: neoplasia endócrina múltipla (NEM) 2A, NEM 2B ou CMT familiar. As diferentes formas clínicas do CMT, principalmente as hereditárias, estão relacionadas com mutações no proto-oncogene RET, as quais resultam em ativação constitutiva do receptor de membrana tirosina-quinase RET. A distinção entre estas formas é de extrema relevância clínica por causa das diferenças apresentadas entre elas em termos de prognóstico e pela necessidade de um rastreamento familiar, aconselhamento genético e seguimento das formas hereditárias. A eficiência do rastreamento genético, pela pesquisa de mutações no proto-oncogene RET, está bem estabelecida no diagnóstico e na identificação de portadores assintomáticos das formas hereditárias de CMT, permitindo uma intervenção cirúrgica precoce e efetiva, reduzindo a morbidade e a mortalidade associadas a esta doença. Resumo em inglês Medullary thyroid carcinoma (MTC) is a rare malignant tumor arising from thyroid C cells. It represents 3-10% of all thyroid tumors and is responsible for a great number of deaths in patients with thyroid carcinoma. In 75-90% of patients, MTC is sporadic; in the remaining cases, it is an autosomal dominant disease with a high degree of penetrance and variability of expression which may be part of 3 distinct syndromes: multiple endocrine neoplasia (MEN) type 2A, MEN 2B, an (mais) d familial MTC. Different clinical forms of MTC, mainly those hereditary forms, are related to mutations in the RET proto-oncogene, which result in a constitutive activation of the transmembrane tyrosine kinase receptor. The distinction between sporadic and familial forms is of extreme clinical relevance because of differences in prognosis and the need for family screening, genetic counseling and close clinical follow up in the inherited forms. Genetic study of the proto-oncogene RET allows the identification of asymptomatic carriers of RET mutations, leading to an early and effective surgical management reducing the morbidity and mortality associated with this disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Carcinoma de tireóide pouco diferenciado: novas considerações terapêuticas/ Poorly differentiated thyroid carcinomas: new therapeutics considerations

Graf, Hans
2005-10-01

Resumo em português Para a maioria dos carcinomas diferenciados de tireóide, como o papilífero e o folicular, após a tireoidectomia total e 131I para ablação de remanescentes tireoideanos, o tratamento com hormônios tireoideanos para suprimir os níveis de TSH reduz o crescimento de qualquer célula cancerosa remanescente, e o tratamento com radiação específica para as células cancerosas cura ou controla muito bem a doença. Os carcinomas de tireóide são considerados pouco difere (mais) nciados quando começam a perder as funções de captação de iodo e a dependência do TSH para crescimento e produção de proteínas tireóide-específicas, como proteína NIS, tireoglobulina e desiodases. Um dos maiores desafios no manejo de pacientes com carcinoma de tireóide derivados das células foliculares é o tratamento de tumores que evoluem apesar da cirurgia, 131I e supressão do TSH com T4. Com o melhor conhecimento da sinalização molecular anormal nas células tireoideanas cancerosas, atualmente novas terapias dirigidas a alvos moleculares específicos envolvidos na transformação neoplásica têm sido utilizadas. Com a identificação das necessidades moleculares críticas para a iniciação, manutenção e progressão tumoral, terapias combinadas com agentes terapêuticos alvo-dirigidos, agindo em cada uma destas etapas, irão melhorar o tratamento do carcinoma pouco diferenciado de tireóide. Resumo em inglês For most differentiated thyroid carcinomas, as papillary and follicular carcinomas, following total thyroidectomy and 131I therapy for thyroid remnant ablation, treatment with thyroid hormones to suppress TSH levels will reduce the growth of any remaining thyroid cancer cells, and thyroid cell-specific radiation therapy will either cure or control the disease. Thyroid carcinomas are considered poorly differentiated when they start to lose such functions as iodine uptake a (mais) nd thyrotropin-dependence for growth and production of thyroid proteins like NIS, thyroglobulin and desiodases. One of the greatest challenges in the management of patients with follicular cell-derived thyroid cancer is the treatment of tumors that progressed despite surgery, 131I and T4 suppression of TSH. With the better knowledge of the abnormal molecular signaling in thyroid cancer cells, actually known targeted cancer therapies, directed against molecules involved in neoplastic transformation, are being used. As the critical molecular requirements for tumor initiation, maintenance and progression are identified, combination therapies with targeted agents acting on each of them will improve the treatment of poorly differentiated thyroid carcinoma.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Carcinoma bronquíolo-alveolar em leão-africano (Panthera leo)/ Bronchioloalveolar carcinoma in an African Lion (Panthera leo)

Lucena, Ricardo B.; Fighera, Rafael A.; Carregaro, Adriano B.; Inkelmann, Maria Andréia; Barros, Claudio S.L.
2010-06-01

Resumo em português Um caso de carcinoma bronquíolo-alveolar difuso do tipo misto foi diagnosticado em um leão-africano (Panthera leo), hospitalizado com sinais de dispnéia e emagrecimento progressivo. Em todos os lobos pulmonares havia múltiplos nódulos esbranquiçados, macios e homogêneos, de 0,2-0,5cm em diâmetro. Histologicamente, os nódulos eram constituídos por células neoplásicas arranjadas em alvéolos e papilas sustentados por moderado estroma fibrovascular, um padrão qu (mais) e lembrava a estrutura pulmonar pré-existente. Na reação pelo ácido periódico de Schiff (PAS) foi observada marcação positiva no citoplasma de numerosas células neoplásicas. Todas as células neoplásicas demonstraram forte e uniforme imunorreatividade citoplasmática para pancitoceratina. A marcação para o fator 1 de transcrição da tireóide (TTF-1) foi observada em focos nos núcleos das células neoplásicas das margens dos nódulos. Nas secções avaliadas para surfactante A, a marcação foi observada em múltiplas áreas focais, tanto no citoplasma como na membrana citoplasmática das células neoplásicas. O diagnóstico de carcinoma bronquíolo-alveolar difuso do tipo misto foi feito com base nos achados histológicos, histoquímicos e imuno-histoquímicos. Essa parece ser a primeira descrição de um neoplasma pulmonar primário maligno em leão-africano. Resumo em inglês A case of diffuse bronchioloalveolar carcinoma of the mixed type was diagnosed in the lung of an adult female African lion (Panthera leo) with presenting signs of progressive dyspnea and weight loss. In all pulmonary lobes there were multiple 0.2-0.5cm in diameter soft and homogenous white nodules. Histologically, these nodules consisted of neoplastic cells with an alveolar and papillary disposition, a pattern reminiscent of the preexistent pulmonary structure. The cytopl (mais) asms of numerous neoplastic cells were positive in the periodic acid-Schiff (PAS) stain. At immunohistochemistry examination, all neoplastic cells reacted strongly and uniformly to pancytokeratin; focal reactivity for thyroid transcription factor 1 (TTF-1) was observed in the nucleus of neoplastic cells mainly in those at the margins of the nodules. Positive reaction for surfactant A was observed in multifocal areas, both in the cytoplasm and plasma membranes of neoplastic cells. The diagnosis of diffuse bronchioloalveolar carcinoma of the mixed type was made based on histological, histochemistry and immunohistochemistry findings. This seems to be the first report of a primary malignant neoplasm in the lung of the African lion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Carcinoma bronquíolo-alveolar difuso em um cão: aspectos clínico-patológicos e imuno-histoquímicos/ Diffuse bronchioloalveolar carcinoma in a dog: clinicopathological and immunohistochemical findings

Lucena, Ricardo Barbosa; Maia, Lisanka Ângelo; Dantas, Antônio Flávio Medeiros; Nobre, Verônica Medeiros da Trindade; Macêdo, Juliana Targino Silva Almeida; Galiza Filho, Elias Marques; Barros, Claudio Severo Lombardo
2011-01-01

Resumo em português Um cão Poodle, 12 anos de idade, demonstrou marcada dispneia. Na radiografia, havia comprometimento difuso do pulmão e foi feito diagnóstico de pneumonia intersticial. Na necropsia, o pulmão continha múltiplos e pequenos nódulos coalescentes. Histologicamente, os nódulos eram compostos por células epiteliais cuboides ou colunares baixas atípicas, que eram PAS-negativa. A avaliação imuno-histoquímica revelou positividade para citoceratina, fator 1 de transcriç (mais) ão da tireoide (TTF-1) e apoproteína A surfactante (SP-A). O tumor foi negativo para vimentina e cromogranina A. As áreas necróticas não marcaram para TTF-1 e SP-A. Com base nos achados histopatológicos e imuno-histoquímicos, foi realizado o diagnóstico de carcinoma bronquíolo-alveolar não mucinoso com envolvimento difuso do pulmão. Essa é uma forma rara de apresentação desse tumor que pode mimetizar pneumonia na avaliação clínica e radiográfica. O diagnóstico definitivo é baseado na histopatologia e imuno-histoquímica. Resumo em inglês A 12-year-old poodle dog was presented with a history of severe dyspnea. Radiology revealed diffuse pulmonary lesion which was diagnosed as interstitial pneumonia. At necropsy there were multiple small coalescent nodules distributed throughout the lung parenchyma. Histologically the nodules consisted of cubic to low columnar atypical epithelial cells which were PAS-negatives. In the immunohistochemistry reaction this cells were marked for cytokeratin, TTF (thyroid transcr (mais) iption factor)-1 and surfactant apoprotein A (SP-A). The neoplastic cells were negative for vimentin and cromagranine A. The necrotic areas were not marked for TTF-1 and SP-A. Based of the histopathological and immunohistochemistry findings a diagnosis of non-mucinous bronchioloalveolar carcinoma with diffuse involvement of the lung was made. This is a rare form of presentation for this tumor, and it can mimetize pneumonia on clinical and morphological examination. A definitive diagnosis for this condition should be based on histopathology and immunohistochemistry.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Aumento da expressão do proto-oncogene ras no bócio multinodular: possível envolvimento na patogênese/ Proto-oncogene ras expression in multinodular goiter

Golbert, Lenara; Kolling, João Henrique; Leitão, Aline H.; Posser, Mirele; Lobato, Rafael; Maia, Ana Luiza
2003-12-01

Resumo em português A transformação neoplásica resulta de uma série de alterações genéticas, envolvendo ativação de proto-oncogenes e inativação de genes supressores tumorais. Ativação do proto-oncogene ras por mutações em ponto é a alteração genética mais freqüente em tumores espontâneos da tireóide. Avaliamos a expressão do gene ras no bócio nodular. Fragmentos de tecido tireoidiano normal e neoplásico foram coletados durante o ato cirúrgico, sendo que 79 paciente (mais) s tiveram diagnóstico histopatológico de bócio colóide e foram incluídos no estudo. O RNA total foi extraído pelo método de Trizol e o cDNA sintetizado através do Reverse Trancriptidase. Os genes H-ras e K-ras foram amplificados através de PCR com primers específicos. Do total da amostra, 62% apresentaram aumento da expressão de um dos genes ras estudados. Evidenciou-se aumento da expressão do H-ras em 9 dos 29 (31%) casos e do K-ras em 12 dos 32 (37,5%) tumores estudados. Os resultados demonstraram aumento da expressão do ras na doença nodular da tireóide e sugerem um papel importante desses genes na transformação neoplásica da tireóide. Resumo em inglês Neoplastic transformation results from a series of genetic alterations involving activation of protooncogenes and inactivation of tumor suppressor genes. Activation of ras protooncogenes by point mutation is the most frequent genetic alteration in spontaneous thyroid neoplasias. The goal of this study was to evaluate ras gene expression in the nodular goiter. Seventy-nine patients submitted to thyroidectomy and with a histological diagnosis of nodular goiter were included (mais) in the study. Tissues were obtained from both tumor and normal thyroid during surgery and frozen in liquid N2. Total RNA was isolated using TRIzol reagent and the cDNA was synthesized by reverse transcription. Twenty-one of the 34 (62%) nodules showed elevated expression of at least one of the ras genes studied. H-ras exhibited overexpression in 9 of 29 (31%) and K-ras in 12 of 32 (37.5%) tumor samples examined. Our results showed ras over expression in nodular disease, with different pattern of expression between H and K-ras genes, suggesting that control of these proto-oncogenes expression might play an important role on neoplastic transformation in thyroid cells.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Aspectos moleculares do câncer tiroideano

Barril, Nilce; Tajara, Eloiza H.
1999-10-01

Resumo em português A proliferação da célula tiroideana normal é regulada por fatores de crescimento estimuladores e inibidores, que atuam através de seus receptores de membrana e, subseqüentemente, através de transdutores citoplasmáticos. Na glândula normal adulta, o equilíbrio de sinais é tal que a proliferação é mínima, enquanto nas neoplasias o crescimento resulta de um distúrbio irreversível desse equilíbrio. Apesar do número de moléculas envolvidas nesse processo se (mais) r grande, apenas um pequeno subgrupo parece estar envolvido na tumorigênese tiroideana. Tais proteínas são codificadas pelos genes RAS, RET, NTRK1 e TP53. O transdutor de sinais ras é ativado por mutações em ponto e constitui uma alteração genética precoce nos tumores com histologia folicular. Os genes dos receptores de crescimento RET e NTRK1 são alterados por rearranjos cromossômicos do tipo translocação ou inversão nos carcinomas papilares e por mutações em ponto nos medulares. As alterações do gene TP53, por sua vez, têm sido observadas em carcinomas tiroideanos pobremente diferenciados e na maioria dos indiferenciados, o que sugere sua participação na progressão dessas lesões. O modelo molecular da carcinogênese tiroideana, embora ainda incompleto, pode fornecer instrumentos importantes para o diagnóstico diferencial e para o desenvolvimento de novas técnicas terapêuticas nesse grupo de neoplasias. Resumo em inglês Proliferation of the normal thyroid cell is regulated by stimulatory and inhibitory growth factors acting through their cognate cell surface receptors and subsequently through intracellular transduction pathways. In the normal adult gland, the balance of signals is such that proliferation is negligible. In the neoplastic cells, growth results from an irreversible disturbance of this equilibrium. Despite the apparent diversity of potential signal molecules that might theor (mais) etically be involved, it seems that only a small subset is capable of engendering tumor growth and is, therefore, selected in human thyroid neoplasia. Such proteins are coded for by genes RAS, RET, NTRK1 and TP53. The signal transducer ras is activated by point mutation and constitutes an early genetic alteration in tumors displaying a follicular histology. The genetic mechanisms for activation of growth factor receptor genes RET and NTRK1 are translocations or inversions in the papillary carcinomas and point mutations in the medullary carcinomas. Alterations of TP53 gene are reported in poorly differentiated and in most undifferentiated thyroid carcinomas suggesting that TP53 deregulation can play a significant role in the mechanism of dedifferentiation and progression of the disease. Although incomplete, the molecular model of thyroid carcinogenesis provides relevant tools for a better differential diagnosis and for the development of novel therapeutic avenues for such group of neoplasias.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Aspectos clínicos e patológicos da intoxicação por Sida carpinifolia (Malvaceae) em caprinos no Rio Grande do Sul/ Clinical and pathological aspects of Sida carpinifolia poisoning in goats in Rio Grande do Sul

Colodel, Edson M.; Driemeier, David; Loretti, Alexandre P.; Gimeno, Eduardo J.; Traverso, Sandra D.; Seitz, Anderson L.; Zlotowski, Priscila
2002-04-01

Resumo em português Este trabalho inclui os estudos clínicos e patológicos da doença de armazenamento lisossomal induzida pelo consumo espontâneo de Sida carpinifolia. A enfermidade foi observada em três rebanhos, que juntos eram compostos por 51 caprinos, dos quais, 25 foram afetados e 11 necropsiados. Nos três surtos, S. carpinifolia era a vegetação predominante nos piquetes ocupados pelos animais. Clinicamente, a doença caracterizou-se por distúrbios neurológicos que consistiam (mais) de ataxia, hipermetria, posturas anormais, tremores musculares afetando principalmente as regiões da cabeça e pescoço, dificuldade para ingestão de alimentos e quedas freqüentes. Estes sinais clínicos eram exacerbados pela movimentação. Em alguns animais, embora com um quadro clínico estabilizado, as alterações neurológicas persistiram durante 24 meses após sua retirada dos piquetes infestados por S. carpinifolia. A doença foi reproduzida administrando-se S. carpinifolia, in natura ou seca à sombra, para 3 caprinos. Um caprino recebeu Sida rhombifolia, ad libidum, por 40 dias e não desenvolveu alterações clínicas ou patológicas. Na necropsia não havia alterações. Microscopicamente, as principais alterações foram distensão e vacuolização citoplasmáticas em neurônios e, em menor intensidade, em células da glia do sistema nervoso central. Alterações similares foram observadas em células acinares pancreáticas, hepatócitos, células tubulares renais, células foliculares epiteliais da tireóide e macrófagos de órgãos linfóides. Nos animais que não mais ingeriam S. carpinifolia por períodos de um mês ou mais, observou-se uma diminuição da vacuolização citoplasmática de neurônios, que apresentavam citoplasma eosinofílico e aspecto enrugado. Nestes casos, notou-se também desaparecimento neuronal especialmente em células de Purkinje e gliose local. Em cortes cerebelares, esta doença de armazenamento foi caracterizada como ?-manosidose pelo estudo histoquímico por lectinas. Os vacúolos nas células de Purkinje reagiram fortemente com as lectinas Concanavalia ensiformis, Triticum vulgaris e Triticum vulgaris succinilado. O padrão obtido neste estudo é similar ao encontrado em intoxicação por plantas que apresentam swainsoniana como princípio tóxico. Resumo em inglês This report includes the clinical and pathological studies of a lysosomal storage disease which spontaneously occurred in three flocs of goats e after consumption of Sida carpinifolia, the predominant plant in the paddocks where the animals were grazing. In the outbreaks a total of 25 out of 51 animals were affected. Post-mortem examination was performed on 11 goats. The disease was experimentally induced by dosing goats with Sida carpinifolia. The plant was administered (mais) in natura or dried to 3 animals. No clinical or pathological changes were observed in one goat dosed with Sida rhombifolia ad libidum during 40 days. Clinical signs of the poisoning were ataxia, hypermetria, muscle tremors in the head and neck and disorders of deglutition. The clinical signs were exacerbated by movement. After the surviving animals had been moved to other pastures and stopped eating the plant, clinical signs were still observed during 24 months. At necropsy, no significant gross lesions were observed. Microscopic lesions included various degrees of vacuolization in the cytoplasm of neurons and glial cells. Similar lesions were observed in the acinar pancreatic cells, hepatocytes, proximal convoluted tubular cells, follicular epithelial cells of the thyroid gland and macrophages of lymph nodes. In the surviving animals, mild neuronal cytoplasmic vacuolization was observed, and few cells were eosinophilic and shrunken. In these cases neurons, especially Purkinje cells, had disappeared. Through the histochemical study of the cerebellar sections, the lysosomal storage disease was characterized as an alpha-mannosidosis. The vacuoles within the Purkinje cells strongly reacted with lectins of Concanavalia ensiformis, Triticum vulgaris and succinylated Triticum vulgaris. The pattern observed in this investigation is similar to those seen in other poisonings by swainsonine-containing plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Amplificação de mRNA de tireoglobulina no sangue de pacientes com carcinoma diferenciado da tireóide: qual o seu verdadeiro significado?/ Thyroglobulin mRNA amplification in peripheral blood of patients with differentiated thyroid carcinoma: what does it really mean?

Coelho, Sabrina Mendes; Vaisman, Mário; Carvalho, Denise Pires de
2006-06-01

Resumo em português Apesar do excelente prognóstico, aproximadamente 20-40% dos pacientes com carcinoma diferenciado da tireóide (CDT) evoluem com recidiva tumoral e o prognóstico está relacionado principalmente à detecção precoce da doença. Desta forma, o acompanhamento permanente dos pacientes com exames sensíveis é fundamental. A tireoglobulina (Tg) sérica já demonstrou importância como marcador de recidiva. Entretanto, sua dosagem apresenta ainda algumas dificuldades, como a (mais) interferência com anticorpo anti-Tg, e a sensibilidade dependente do nível de TSH. A amplificação de mRNA tumor-específico extraído a partir de células neoplásicas na corrente sangüínea apresentou resultados iniciais promissores. No entanto, após quase uma década de estudo da detecção do mRNA de Tg no sangue, ainda não foi estabelecida sua real contribuição no acompanhamento dos pacientes com CDT. Após análise crítica dos estudos publicados, verifica-se a enorme diversidade de protocolos empregados e resultados conflitantes. Desta forma, até o momento, a amplificação de mRNAs tireóide-específicos não é superior à dosagem de Tg sérica existente. A possibilidade de transcrição ilegítima e splicing alternativo são fatores que podem interferir com a especificidade do método. Resumo em inglês Despite the excellent prognosis, differentiated thyroid carcinoma (DTC) may recur in 20-40%, and prognosis is particularly related to early detection of recurrent disease. Therefore, long-term follow-up with sensitive tests is need. Serum thyroglobulin (Tg) has an established role as a tumor marker of relapse. However, there are technical limitations of Tg immunoassays, in special, the interference of anti-Tg antibodies and the method sensitivity is dependent on TSH stimu (mais) lation. Detection of circulating malignant cells by amplification of tumor-specific mRNA showed initial promising results. However, almost one decade of studies of Tg mRNA detection in peripheral blood, its real contribution for DTC follow-up had not yet been established. After a critical analysis of published data, it is clear that there are many protocol differences and conflicting results. Therefore, it seems that amplification of thyroid-specific mRNAs is not superior to sensitive Tg assays and illegitimate transcription and alternative splicing of Tg are factors that may influence mRNA test specificity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Alterações Endócrinas e Imuno-modulação na Gravidez/ Endocrine Alterations and Imuno-modulation on Pregnancy

Neves, Celestino; Medina, José Luís; Delgado, José Luís
2007-01-01

Resumo em português Os sistemas endócrino e imunológico sofrem alterações significativas de modo a proporcionar uma evolução normal da gestação. Nesta revisão são delineadas as principais modificações endócrinas que ocorrem durante a gravidez, salientando-se a importância da adeno e da neuro-hipófise, das paratireóides, das supra-renais e da tireóide na multiplicidade de alterações hormonais, cujo objectivo consiste em proporcionar uma interacção maternofetal, que permit (mais) a o perfeito desenvolvimento físico e neuropsíquico do feto, num ambiente de imuno-tolerância materna. Também são delineados os principais factores hormonais envolvidos na indução do estado Th2 (T helper tipo 2) durante a gestação, salientando-se a acção das células T, das células NK (Natural Killer), dos macrófagos e das citocinas na imuno-modulação na gravidez. Resumo em inglês The endocrine system and the immune system suffer significant alterations in order to provide a normal evolution of the gestation. This review delineates the main endocrine modifications that occur during the pregnancy, pointing out the importance of the adeno, the neuro-hypophysis, the adrenal glands and the thyroid in the multiplicity of the hormonal alterations, whose objective consists of providing a fetal-maternal relationship, that allows the perfect physical and ps (mais) ychoneurological development of the embryo on an immune tolerance hormone environment. Also mentioned are the main hormonal factors in the induction of the Th2 state during the gestation, pointing out the action of T cells, NK cells, the macrophages and the cytokines on the immune modulation in the pregnancy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Abuso de esteróides anabolizantes e seu impacto sobre a função tireóidea/ Abuse of anabolic steroids and its impact on thyroid function

Fortunato, Rodrigo S.; Rosenthal, Doris; Carvalho, Denise P. de
2007-12-01

Resumo em português A utilização de esteróides anabolizantes por indivíduos que desejam aumentar sua performance física, ou simplesmente para fins estéticos, tem atingido índices alarmantes nas últimas três décadas. Além dos efeitos desejados, uma infinidade de efeitos colaterais já foi bem descrita na literatura, como vários tipos de câncer, ginecomastia, peliosis hepatis, insuficiência renal, virilização, dentre outros. Sobre a função tireóidea, o efeito mais pronunciad (mais) o em seres humanos é a diminuição da TBG, com conseqüente diminuição sérica de T3 e T4 totais, dependendo, porém, da susceptibilidade da molécula à aromatização e conseqüente transformação em estrógeno. Em ratos, o tratamento com esteróides anabolizantes altera a metabolização periférica dos hormônios tireóideos e também parece causar importante efeito proliferativo sobre as células tireóideas. Assim, o presente artigo visa rever os dados publicados acerca dos efeitos de doses suprafisiológicas de esteróides anabolizantes sobre a função tireóidea, reforçando o perigo que a utilização indiscriminada dessas drogas pode causar à saúde. Resumo em inglês The use of anabolic steroids to increase physical performance and for aesthetic ends has reached alarming indices in the last three decades. Besides the desired actions, several collateral effects have been described in the literature, such as the development of some types of cancer, ginecomasty, peliosis hepatis, renal insufficiency, virilization, amongst others. The most proeminent effect on human thyroid function is the reduction of thyroxine binding globulin (TBG), wi (mais) th consequent reductions of total serum T3 and T4, depending however on the susceptibility of the drug to aromatization and subsequent transformation into estrogen. In rats, anabolic steroids also act in the peripheral metabolism of thyroid hormones and seem to exert an important proliferative effect on thyroid cells. Thus, the aim of the present paper is to review data on the effect of supraphysiological doses of anabolic steroids on thyroid function, showing the danger that indiscriminate use of these drugs can cause to health.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

A biologia molecular no prognóstico do carcinoma da tireóide/ Molecular biology in the prognosis of thyroid carcinoma

Rodrigues, Aluizio Soares de Souza
2003-12-01

Resumo em inglês This overview examines some selected genetic mechanisms of cancer development. Strong evidence has been accumulated suggesting that alteration in either the struture or activity of proto-oncogene contributes to the development and for the maintenance of the malignant phenotype. Many factors are known to interfere with both normal and pathological controls of growth and differentiation of thyroid cells. Among them, some are oncogenes, like those encoding g-proteins (ras, g (mais) sp, TSH-R), encoding thyrosino kinases receptors (RET, trk, c-met, c-erb, BRAF) and encoding nuclear proteins (c-myc, e-fós). Others are anti-oncogenes (p53, p15, RB), by loss of the growth suppression ativity of the suppressive gene. Cancer cell invasion and metastasis are the major causes of morbidity and mortality in cancer patients. Many genes are involved in the mechanism of invasion and metastasis of thyroid tumors, like Nis, b-catenina, E-caderina, galectina-3, GLUT, telomerase, VEGT, nm-23. All these oncogenes, antioncogenes and tumor invasion and metastasis-related genes are analysed. Several clinical and prognostic factors have been proposed to identify patients at risk for the development of metastasis and death. The role of molecular genetics in this issue is discussed. However, other studies are needed to validate molecular alterations as an independent prognostic factor in thyroid cancer.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)