Sample records for thiopental
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Estudo da ação inflamatória aguda do tiopental intraperitoneal em ratos/ Acute inflammatory action of tiopental intraperitoneal in rats

Carregaro, A.B.; Castro, M.B.; Martins, F.S.
2005-04-01

Resumo em português Determinou-se a ação inflamatória aguda do tiopental intraperitoneal (IP) utilizando-se 72 ratos, divididos em grupo-tratado (40mg/kg de tiopental a 2,5% IP) e grupo-controle (0,25ml de solução fisiológica IP). Para determinar o processo inflamatório, colheu-se o lavado peritoneal às 2, 6, 12, 24 e 48h após a inoculação. Os animais foram anestesiados com isoflurano e submetidos à eutanásia por secção dos vasos cervicais. Administraram-se 5ml de solução fi (mais) siológica heparinizada por via IP e, após homogeneização, divulsionou-se o peritôneo e colheu-se a amostra. Determinaram-se a dosagem de proteínas plasmáticas (PP), a contagem global (CGL) e a diferencial (CDL) de leucócitos. Não foi observada diferença na PP entre os grupos em nenhum momento exceto às 2h. Entre os momentos, a dosagem foi superior às 6 e 12h nos dois grupos. Não houve diferença entre os grupos para a CGL. Entre os momentos, a CGL diferiu dos demais às 6h em ambos os grupos. Verificou-se o mesmo perfil para a CDL entre os grupos exceto para os eosinófilos às 6h. Entre os momentos, os valores foram diferentes em relação aos neutrófilos em ambos os grupos, às 6 e 12h. Observou-se reação inflamatória aguda no processo provavelmente desencadeada pela ação mecânica da injeção. A eosinofilia observada no grupo-tratado após 6h sugere uma certa ação irritante do tiopental. Resumo em inglês The acute inflammatory action of thiopental intraperitoneal (IP) in rats was studied. Seventy two animals were divided in treated (40mg/kg of thiopental, 2.5% IP) and control (0.25ml of saline solution IP) rats. In order to evaluate the inflammatory process, peritoneal fluid was taken at 2h, 6h, 12h, 24h e 48h after drug administration. The animals were anesthetized with isoflurane and submitted to euthanasia through cervical vessels section. Five millilitres of hepariniz (mais) ed saline solution were injected IP, homogenized by abdomen massage and then withdrawn. Plasma protein (PP), global leukocyte count (GLC) and differential leukocyte count (DLC) were analysed. No difference in PP intergroup at any moment was observed, but at 2h. Intragroup, PP was higher between 6 and 12h in both groups. There was no statistical difference of GLC intergroup. There was a difference (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Toracotomia em bloco em cães pré-medicados com acetilpromazina e anestesiados com tiopental sódico: efeitos sobre os gases sangüíneos e equilíbrio ácido-base/ En bloc thoracotomy in dogs premedicated with acetylpromazine and anesthetized with thiopental sodium: effects on blood gases and acid-base-balance

Moura, Amaury Regis de; Fialho, Sérgio Amaro Guimarães; Natalini, Cláudio Corrêa; Stainki, Daniel Roulin; Lopes, Sonia Terezinha dos Anjos; Wheeler, Juan Thomás
1995-01-01

Resumo em português A medição dos gases sangüíneos foi realizada em cães submetidos à técnica de toracotomia em bloco. A medicação pré-anestésica constou de acetilpromazina administrada pela via intravenosa. Com injeção intravenosa de tiopental sódico foram providas a indução, intubação orotraqueal e manutenção da anestesia cirúrgica. O traqueotubo foi conectado a um respirador mecânico pressométrico, que manteve o animal oxigenado durante a operação. Foram colhidas (mais) amostras de sangue arterial por punção da artéria femoral para determinação do pH, pressão de dióxido de carbono (PCO2), pressão de oxigênio (PO2), excesso de base (BE) e bicarbonato (HCO3-). Nos animais do grupo II, no final da cirurgia (Tempo 1) e 24 horas após (Tempo 2), foi feita anestesia local dos nervos intercostais junto das costelas seccionadas para comparação das prováveis alterações da mecânica respiratória. A técnica da toracotomia em bloco promoveu excelente exposição das vísceras do tórax, com recuperação satisfatória, sem desconforto e complicação pós-operatória. Resumo em inglês Blood gas analysis were measured in dogs submitted to en bloc thoracotomy. Preanesthetic medication consisted of acepromazine maleate injected intravenously. The animal was anesthetized with thiopental sodium intravenously, and the surgical field prepared. The trachea was intubated and mechanical ventilator was used. A radical thoracotomy was performed. Arterial samples of blood were collected from the femoral artery. Arterial blood pH value, carbon dioxide pressure (PCO2 (mais) ), PO2 level, base excess and standard bicarbonato level (HCO3-) were determined. Local anesthesia of intercostal nerves of the thorax, dose to the thoracotomy, were also performed on dogs in group II at end of surgery (T1) and 24 hours (T2) after the surgery. The dog recovered satisfactonly and in the following 7 days had no observable discomfort. It is anticipated that the results of this study will be useful to those using the en bloc thoracotomy, which provided excellent exposure ot the thoracic viscera with no postoperative complications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Xilazina como pré-medicação para anestesia com tiopental sódico em cães/ Xylazine as a pre-medicant for thiopental sodium anaesthesia in the dog

Prado Filho, Orlando Ribeiro; Steffens, Vânia Antunes; Santos, Adriana Beletato dos; Lukiantchuki, Layla Patrícia Azoia; Moreira, Renata Pavão
2000-06-01

Resumo em português A xilazina produz um bom efeito sedativo-analgésico quando associado à drogas anestésicas. O tiopental sódico é um barbitúrico de curta duração que produz sonolência, sedação e hipnose. O objetivo deste trabalho é verificar a eficiência da associação da xilazina como pré-medicação e do tiopental sódico na manutenção da anestesia, em cães. Foram usados 32 cães sem raça definida, adultos, machos e com peso entre 8 e 10 kg, que foram submetidos à pro (mais) cedimento operatório no esôfago cervical. A dose média de xilazina administrada foi de 3,8 mg/kg e de tiopental sódico foi de 7,7 mg/kg. Não houve necessidade de intubação endotraqueal e não ocorreu óbito relacionado com as medicações anestésicas. Concluindo, o procedimento anestésico descrito é de fácil execução, é seguro e diminui o estresse do animal. Resumo em inglês The xylazine produce reliable sedative-analgesic effect when coadministered with anesthetics drugs. Thiopental sodium is a shorter duration barbituric, produced somnolence, sedation and hypnosis. The aim of this work is to verify the efficiency in association of xylazine and thiopental sodium to anesthesia in dogs. Thirty-two male mongrel dogs with an average weight between 8 and 10 kg were submitted to surgical procedure with approach of cervical aesophagus. The average (mais) dose was 3,8 mg/kg to xilazine and 7,7 mg/kg to thiopental sodium. Was not necessary endotracheal intubation and no deaths due anesthesic procedure were observed. The anesthesic procedure described is easy, safe and decreases the stress of the animal.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Efeitos analgésico e hipnótico das associações do sufentanil com o tiopental e com o propofol, em ratos

Vieira, Antonio Mauro; Fagundes, Djalma José; Bazano, Félix Carlos Ocáriz; Ramos, Eduardo Chibeni Fernandes
1998-04-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar a ação analgésica do sufentanil com a ação hipnótica do tiopental e do propofol, os quais foram ministrados por via intraperitoneal, em 60 ratos Wistar. Os animais foram distribuídos em dois grupos de 30 e submetidos a diferentes doses de sufentanil, tiopental e propofol para determinação das doses, analgésica e hipnóticas, médias. A dose do sufentanil foi determinada com estímulos padronizados pelo pinçamento da cauda do (mais) animal. Enquanto que com o tiopental e o propofol objetivou-se a dose hipnótica média, onde a resposta foi a perda de postura. Da interação do tiopental com o sufentanil obteve-se uma ação hipnótica aumentada e prolongada. Enquanto, o propofol associado ao sufentanil mostrou um início mais lento, porém com maior duração da ação hipnótica. Com relação à ação analgésica da associação do tiopental e sufentanil, obteve-se um aumento significante. Enquanto, na associação do propofol com sufentanil não se detectou diferença significante. A associação do tiopental com sufentanil apresentou maior potência hipnótica e analgésica quando comparada à associação do propofol com sufentanil. Da mesma forma, quando se observou a presença concomitante de hipnose e analgesia, a associação do tiopental com sufentanil apresentou uma ação mais longa do que o propofol com sufentanil. Resumo em inglês The aim of this study was to evaluate the interactions of the analgesic action of sufentanil with the hypnotic action of thiopental and propofol, in 60 male rats distributed in two groups of 30 and submitted to different doses of sufentanil and propofol, to determine the analgesic (AMD) and hypnotic medium doses (HMD). The AMD of sufentanil was the analgesic dose and HMD of thiopental and propofol was the dose to obtain hypnosis, this is, the lost of righting reflex. Ther (mais) e was a prolonged hypnotic action when thiopental with sufentanil and propofol with sufentanil were used together. The analgesic action of sufentanil-thiopental association has a significant increase, and sufentanil-propofol association showed no significant difference when compared to sufentanil alone. The sufentanil-thiopental association had more analgesic and hypnotic action when compared to sufentanil-propofol association. When was compared the concomitant presence of analgesy and hypnosis, the sufentanil-thiopental association had a longer lasting.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Estudo manométrico do esôfago distal de gatos anestesiados com tiopental sódico/ Manometric study of the distal esophagus of cats anesthetized with sodic thiopental

Santos, Carlos Eduardo Meirelles dos; Henry, Maria Aparecida Coelho de Arruda; Rahal, Sheila Canevesse; Lerco, Mauro Masson
2004-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Obter o padrão de normalidade da pressão e comprimento do esfíncter inferior do esôfago (EIE) em gatos anestesiados com tiopental e analisar a viabilidade prática do anestésico para uso neste tipo de investigação sobre atividade motora do esôfago de felinos. MÉTODOS: Em 12 gatos anestesiados com tiopental sódico foram realizados estudos manométricos do EIE, com leitura por perfusão em três canais radiais. Foram avaliadas as pressões e comprimentos (mais) do EIE. RESULTADOS: Os valores médios da pressão e comprimento do EIE foram 33,52 ± 12,42 mmHg e 1,6 ± 0,4 cm, respectivamente. CONCLUSÃO: Foi possível estabelecer valor de referência para a pressão e comprimento do EIE de felinos, com uma contenção e retorno confortáveis para o animal, utilizando o tiopental sódico como agente anestésico. Resumo em inglês PURPOSE: To obtain the normality standard of the lower esophageal sphincter (LES) of cats anesthetized with tiopental and at analysing the practical viability of the anesthetic use in felines esophagus motor activity investigation. METHODS: Manometric studies of LES were performed in 12 cats anestetized with tiopental with perfusion reading in three radial channels. LES pressures and lengths were measured. RESULTS: The mean values of LES pressure and lengths were 33,52 ± (mais) 12,42 mmHg and 1,6 ± 0,4 cm respectively. CONCLUSION: A LES reference value for felines pressure and length was determined. Acommodation and return were comfortable for the animals with the use of sodic tiopental as an anesthetic agent.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Efeitos cardiovasculares e renais da injeção intra-arterial de contraste radiológico iônico em cães com restrição hídrica/ Cardiovascular and renal effects of intra-arterial injection of ionic radiological contrast in dogs under fluid restriction/ Efectos cardiovasculares y renales de la inyección intra-arterial de contraste radiológico iónico en perros con restricción hídrica

Verderese, Marisa Aparecida Lima; Vianna, Pedro Thadeu Galvão; Castiglia, Yara Marcondes Machado; Vane, Luiz Antonio
2005-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O objetivo desta pesquisa foi estudar os efeitos agudos do contraste radiológico em situações de restrição de volume, avaliando-se os efeitos renais e cardiovasculares após a injeção intra-arterial de contraste radiológico de alta osmolaridade. MÉTODO: Participaram do estudo 16 cães anestesiados com tiopental sódico (15 mg.kg-1) e fentanil (15 µg.kg-1) em bolus, seguido de infusão contínua nas doses de 40 µg.kg-1.min-1 (tiopental (mais) sódico) e 0,1 µg.kg-1.min-1 (fentanil). Foi feita hidratação com solução de glicose a 5% (0,03 mL.kg-1.min-1) e a ventilação pulmonar foi controlada mecanicamente com ar comprimido. Foram verificados os seguintes atributos: freqüência cardíaca (FC); pressão arterial média (PAM); pressão da veia cava inferior (PVI); débito cardíaco (DC); hematócrito (Ht); fluxo plasmático efetivo renal (FPER); fluxo sangüíneo renal (FSR); ritmo de filtração glomerular (RFG); fração de filtração; resistência vascular renal (RVR); volume urinário (VU); osmolaridade plasmática e urinária; depuração osmolar, depuração de água livre e depuração de sódio e de potássio; sódio e potássio plasmáticos; excreção urinária e fracionária de sódio e potássio e temperatura retal. Estes atributos foram avaliados em quatro momentos: 30 (M1), 60 (M2), 90 (M3) e 120 (M4) minutos após o início da infusão de para-aminohipurato de sódio e creatinina (início da experiência). No momento 2, no grupo G1 foi feita injeção intra-arterial de solução fisiológica a 0,9% (1,24 mL.kg-1), e no grupo G2 foi injetado contraste radiológico (1,24 mL.kg-1) pela mesma via. RESULTADOS: O grupo G1 apresentou aumento da FC, do FPER, do FSR, da osmolaridade plasmática, da depuração de sódio e da excreção urinária de sódio; apresentou ainda diminuição da osmolaridade urinária, do potássio plasmático, da depuração de potássio e da temperatura retal. No grupo G2 ocorreu aumento da FC, da RVR, do VU, da depuração osmolar, da depuração de sódio e da excreção urinária e fracionária de sódio; ocorreu também redução do (a): hematócrito, ritmo de filtração glomerular, fração de filtração, osmolaridade urinária, depuração de água livre, sódio e potássio urinários, potássio plasmático e temperatura retal. CONCLUSÕES: Neste estudo, conclui-se que a injeção intra-arterial do contraste radiológico causou efeito bifásico na função renal. Inicialmente, provocou aumento da diurese e da excreção de sódio, mas, posteriormente, houve piora das condições hemodinâmicas e, conseqüentemente, da função renal, com aumento da resistência vascular renal e diminuição do ritmo de filtração glomerular. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El objetivo de esta pesquisa fue estudiar los efectos agudos del contraste radiológico en situaciones de restricción de volumen, evaluándose los efectos renales y cardiovasculares después de inyección intra-arterial de contraste radiológico de alta osmolaridad. MÉTODO: Participaron del estudio 16 perros anestesiadas con tiopental sódico (15 mg.kg-1) y fentanil (15 µg.kg-1) en bolus, seguido de infusión continuada en las dosis de 40 µg (mais) .kg-1.min-1 (tiopental sódico) y 0,1 µg.kg-1.min-1 (fentanil). Fue hecha hidratación con solución de glucosa a 5% (0,03 mL.kg-1.min-1) y la ventilación pulmonar fue controlada mecánicamente con aire comprimido. Fueron verificados los siguientes atributos: frecuencia cardiaca (FC); presión arterial media (PAM); presión de la vena cava inferior (PVI); débito cardíaco (DC); hematocrito (Ht); flujo plasmático efectivo renal (FPER); flujo sanguíneo renal (FSR); ritmo de filtración glomerular (RFG); fracción de filtración; resistencia vascular renal (RVR); volumen urinario (VU); osmolaridad plasmática y urinaria; depuración osmolar, depuración de agua libre y depuración de sodio y de potasio; sodio y potasio plasmáticos; excreción urinaria y fraccionaria de sodio y potasio y temperatura rectal. Estos atributos fueron evaluados en cuatro momentos: 30 (M1), 60 (M2), 90 (M3) y 120 (M4) minutos después del inicio de la infusión de para-aminohipurato de sodio y creatinina (inicio de la experiencia). En el momento 2, en el grupo G1 fue dada una inyección intra-arterial de solución fisiológica a 0,9% (1,24 mL.kg-1), y en el grupo G2 fue inyectado contraste radiológico (1,24 mL.kg-1) por la misma vía. RESULTADOS: El grupo G1 presentó aumento de la FC, del FPER, del FSR, de la osmolaridad plasmática, de la depuración de sodio y de la excreción urinaria de sodio; presentó aún disminución de la osmolaridad urinaria, del potasio plasmático, de la depuración de potasio y de la temperatura rectal. En el grupo G2 ocurrió aumento de la FC, de la RVR, del VU, de la depuración osmolar, de la depuración de sodio y de la excreción urinaria y fraccionaria de sodio; ocurrió también reducción del (a): hematócrito ritmo de filtración glomerular, fracción de filtración, osmolaridad urinaria, depuración de agua libre, sodio y potasio urinarios, potasio plasmático y temperatura rectal. CONCLUSIONES: En este estudio, se concluye que, la inyección intra-arterial del contraste radiológico causó efecto bifásico en la función renal. Inicialmente, provocó aumento de la diuresis y de la excreción de sodio, pero, posteriormente, hubo empeoramiento de las condiciones hemodinámicas y, consecuentemente, de la función renal, con aumento de la resistencia vascular renal y disminución del ritmo de filtración glomerular. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: This study aimed at evaluating acute radiological contrast effects in fluid restriction situations, observing renal and cardiovascular effects after intra-arterial injection of high osmolarity radiological contrast. METHODS: Participated in this study 16 dogs anesthetized with sodium thiopental (15 mg.kg-1) and fentanyl (0.03 mL.kg-1), followed by continuous infusion of 40 µg.kg-1.min-1 (sodium thiopental) and 0.1 µg.kg-1.min-1 (fentanyl). Hyd (mais) ration was achieved with 5% glucose solution (0.03 mL.kg-1.min-1) and ventilation was mechanically controlled with compressed air. The following attributes were evaluated: heart rate (HR); mean blood pressure (MBP); inferior vena cava pressure (IVP); cardiac output (CO); hematocrit (Ht); effective renal plasma flow (ERPF); renal blood flow (RBF); glomerular filtration rate (GFR); filtration fraction; renal vascular resistance (RVR), urinary volume (UV); plasma and urinary osmolarity; osmolar clearance; free water clearance; sodium and potassium clearance; plasma sodium and potassium; sodium and potassium urinary fractional excretion and rectal temperature. These attributes were evaluated in four moments: 30 (M1), 60 (M2), 90 (M3) and 120 (M4) minutes after sodium para-aminohipurate and creatinine administration (beginning of experiment). In moment 2, G1 received intra-arterial 0.9% saline (1.24 mL.kg-1) and G2 received intra-arterial radiological contrast (1.4 mL.kg-1). RESULTS: Group G1 has presented increased HR, ERPF, RBF, plasma osmolarity, sodium clearance and sodium urinary excretion, in addition to decreased urinary osmolarity, plasma sodium, potassium clearance and rectal temperature. Group G2 has presented increased HR, RVR, UV, osmolar clearance, sodium clearance and sodium urinary and fractional excretion; there has also been decrease in hematocrit, glomerular filtration rate, filtration fraction, urinary osmolarity, free water clearance, urinary sodium and potassium, plasma potassium and rectal temperature. CONCLUSIONS: This study has concluded that intra-arterial radiological contrast has promoted a two-phase effect on renal function. Initially it has promoted increased diuresis and sodium excretion but then the hemodynamic conditions impaired, and consequently renal function impaired, with increased renal vascular resistance and decreased glomerular filtration rate.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Efeitos agudos da aplicação endovenosa do cogumelo-do-sol (Agaricus blazei Murill) sobre a pressão arterial média e a freqüência cardíaca de ratos anestesiados/ Acute effects of the endovenous application of the royal mushroom (Agaricus blazei Murill) on mean arterial pressure and heart rate of anesthetized rats

Singi, Glenan; Damasceno, Dênis D.; D’Andréa, Éverton D.; Alexandre, Giovana M.B.; Singi, Marianne B.; Alves, Lira C.; Simões, Tiessa I.
2006-12-01

Resumo em português Este trabalho objetivou verificar os efeitos agudos da aplicação endovenosa do extrato aquoso do Agaricus blazei Murill sobre a pressão arterial média (PAM) e a freqüência cardíaca (FC) de ratos anestesiados. Foram usados Rattus novergicus albinus, n = 6, anestesiados com tiopental sódico, traqueostomizados e canulados através da veia jugular e da artéria carótida. Foram injetadas as concentrações de 1,25 mg/kg, 2,50 mg/kg e 5,00 mg/kg do extrato aquoso em vo (mais) lume de 0,2 mL. A PAM foi registrada com um sistema Biopac, modelo MP100, e a FC com um eletrocardiógrafo ECG-4 Funbec. Os resultados foram obtidos no controle e nos tempos 15, 30, 45, 60 e 120s após a aplicação dos extratos. Os valores foram expressos em média ± EPM e analisados estatisticamente pelos testes "t" de Student-Newman-Keuls e Tukey (p Resumo em inglês The aim of this paper was to verify the acute effects of the endovenous application of the aqueous extract of Agaricus blazei Murill on mean arterial pressure and heart rate of the anesthetized rats. The injected concentrations were: 1.25 mg/kg, 2.50 mg/kg and 5.00 mg/kg, in volume of 0.2 mL. The rats were anesthetized with sodium thiopental and, after tracheotomy, both jugular vein and carotid artery were cannulated. The MAP was recorded with a Biopac System, model MP100 (mais) . The HR was obtained with an electrocardiograph model ECG-4 (Funbec). The records were made in the control and 15, 30, 45, 60 and 120s after the application of the different concentrations of the extracts. The values were expressed by mean ± SEM and by paired "t"-Student-Newman-Keuls and Tukey tests (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Meio de contraste ioversol em neuroradiologia canina/ Ioversol contrast medium in canine neuroradiology

Tudury, Eduardo Alberto; Arias, Mônica Vicky Bahr; Camargo, Pedro Luis de; Faria, Maria de Lourdes Estrella; Machado, Carmen Esther Grumadas
1997-12-01

Resumo em português O ioversol, contraste iodado hidrossolúvel não iônico, na concentração de 320mg I/ml foi utilizado para a realização de 26 estudos neuroradiográficos contrastados (mielografias, epidurografias, e ventrículografia cerebral) em 22 cães. Devido à rápida absorção do contraste, as melhores radiografias foram obtidas nos primeiros 30 minutos. O produto ofereceu apropriadas radiopacidade, tempo de permanência, difusão e miscibilidade no líqüor, facilitando os d (mais) iagnósticos, assim como mínima ocorrência de reações indesejáveis durante e após o procedimento radiológico. Apesar de terem sido utilizados para a anestesia, as associações zolazepam-tiletamina e levomepromazina; xilazina ou diazepam-tiopental sódico, nenhum paciente desenvolveu convulsões. A apresentação do ioversol em frasco arnpola foi também outra vantagem, por diminuir o desperdício e facilitar a reesterilização do excedente na autoclave. Resumo em inglês Ioversol, a non-ionic, hydrosoluble iodine contrast medium at a concentration of 320mg I/ml was used to perform 26 contrast neuroradiographic studies (myelography, epidurography and cerebral ventriculography) in 22 dogs. Since this contrast medium is rapidly absorbed, proper radiographs were obtained within 30 minutes of injection. The product showed adequate radio-opacity, retention time, diffusion and liquor miscibility. Minimal side effects both during and after the ra (mais) diographic procedures were observed. Not one patient developed seizures, in spite of the use of anesthetic protocols that included either zolarepan-tiletamine or levomepromazin- zilazine- or diazepam-sodium thiopental. The presentation of the contrast medium in a multiple dose vial was considered an advantage, since it decreases losses and allows repeated sterilization in autoclave.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Capacidade fagocitária de ratos esplenectomizados/ Phagocytic capacity in splenectomy rats

Biondo-Simões, Maria de Lourdes Pessole; Pante, Mônica Lidia; Liberato, Carla Cristina Gularte; Gauginski Jr, José Ciro; Macedo, Vanesa Lara de; Dias, Cristiane
2000-01-01

Resumo em português O baço, durante muito tempo considerado um órgão sem função definida, é hoje considerado um elaborado sistema de defesa, principalmente de fagocitose. O presente estudo visa conhecer a influência da esplenectomia total sobre a capacidade fagocitária total. Utilizaram-se 26 ratos machos com 180 dias de idade, divididos em 3 grupos: controle (n=10), sham (n=8) e esplenectomizados (n=8). Submetreram-se os animais do grupo sham à laparotomia mediana sob anestesia ger (mais) al intra-peritoneal de tiopental sódico e os do grupo esplenectomia à laparotomia e esplenectomia total. Após 7 dias colheram-se amostras de sangue. Em seguida injetou-se ferro na dose de 2mg/kg de ferro e colheram-se novas amostras após 5 e 15 minutos da injeção. Dosou-se o ferro sérico nas amostras coletas e calculou-se o índice de fagocitose pela equação de Biozzi e col. O índice de fagocitose foi semelhante nos grupos controle e sham (p=0,143086) e menor no grupo dos esplenectomizados (p=0,0006850). Observou-se que a capacidade fagocitária total está diminuída após esplenectomia, em ratos. Resumo em inglês The spleen, during a long time was considered an organ without a definite function. Nowadays it is considered an elaborate defense system, mainly of phagocitosis. The present study intends to present the influence of total splenectomy on total phagocytic capacity. Twenty-six male mice were used, 180 days old with medium weight of 289.5 g, which were divided in 3 groups: control ( n=10), sham (n=8) and experiment (n=8). The animals from control group were used to provide t (mais) he phagocytosis standard. The sham group were submitted to median laparotomy under general anesthesia with peritoneal sodium-thiopental. The experiment group suffered the same process and total splenectomy. After 7 days, blood samples were taken and iron solution was injected (2mg/kg). New blood samples were collected after 5 minutes, and 15 minutes of injection. The serum iron from the samples were dosed and the phagocytosis index were calculated from the equation of Biozzi et al. The phagocytosis index were similar in control and sham groups (p=0,143086) and lower in experiment group (p=0,000685). The total phagocytic capacity is diminished after splenectomy in rats.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Efeitos da aplicação tópica do mel de Melipona subnitida em feridas infectadas de ratos/ Effects of topical application of the honey of Melipona subnitida in infected wounds of rats

Alves, Diego Felipe Sampaio; Cabral Júnior, Francisco das Chagas; Cabral, Pedro Paulo de Arruda Câmara; Oliveira Junior, Ruy Medeiros de; Rego, Amália Cínthia Meneses do; Medeiros, Aldo Cunha
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar efeitos do uso tópico do mel da abelha silvestre Melipona subnitida na evolução de feridas infectadas de pele. MÉTODO: Ratos Wistar foram distribuídos aleatoriamente em grupos de 6, anestesiados com tiopental sódico 20mg/Kg IP e cetamina 30mg/Kg IM e submetidos a exérese de segmento de 1 cm² de pele total do dorso. Os ratos do grupo C (não infectado) foram tratados com solução salina sobre a ferida diariamente e no grupo MEL (não infectado) a (mais) s feridas foram tratadas com mel uma vez por dia. Nos grupos C/I e MEL/I as feridas foram inoculadas com solução polimicrobiana. Culturas foram feitas 24 horas após. Caracterizada a infecção, as feridas foram tratadas com solução salina e mel, respectivamente. No terceiro dia de tratamento foi feita nova cultura. Após epitelização foi contado o tempo de cicatrização e as feridas foram biopsiadas para histopatologia e dosagem de TNF-α, IL-1β e IL-6 no tecido. RESULTADOS: O tempo médio de cicatrização do grupo MEL/I foi menor que nos demais grupos (P Resumo em inglês BACKGROUND: The current study investigated the antimicrobial, immunological and healing effects of Melipona subnitida honey on infected wounds of rat skin. METHOD: Wistar rats were anesthetized with sodium thiopental 20mg/Kg IP and ketamine 30 mg/kg IM. We evaluated the effects of honey using rats by generating 1 cm² full-thickness skin wounds on the dorsum. The wounds of Group C rats (not infected) were treated daily with topic saline solution (0.9%) and in the Group HO (mais) NEY (not infected) the wounds were treated with topic honey once a day. In the Groups C/I (infected) and HONEY/I (infected) the wounds were inoculated with polymicrobial solution, and tissue bacterial culture was performed 24 hours later. These wounds were treated with topic saline solution and honey, respectively. In the third day of treatment it was made a new bacterial culture. After epithelialization, wound tissue biopsies were used for cytokines dosage and histology. RESULTS: The HONEY/I wounds showed more rapid healing and re-epithelialization than in the other groups, and the difference was significant (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Anestesia em gestante com hipertensão intracraniana por meningite tuberculosa: relato de caso/ Anesthesia in pregnant patient with intracranial hypertension due to tuberculous meningitis: case report/ Anestesia en gestante con hipertensión intracraneal por meningitis tísica: relato de caso

Breitenbach, Vanessa; Wilson, David Henry
2005-02-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Está bem estabelecido que a técnica anestésica de escolha para cesariana eletiva é a anestesia regional. Porém, em gestantes com hipertensão intracraniana e infecção do sistema nervoso central esta técnica deve ser evitada. O objetivo deste artigo é relatar o manejo anestésico de uma gestante, com hipertensão intracraniana secundária à meningite tuberculosa, que foi submetida à cesariana eletiva. RELATO DO CASO: Paciente branca, 3 (mais) 2 anos, 60 kg, 1,62 m de estatura, na 36ªsemana de idade gestacional, agendada para interrupção cirúrgica da gestação por apresentar-se tetraparética, com hidrocefalia decorrente de meningite tuberculosa. Escolheu-se a anestesia geral para a cesariana com indução em seqüência rápida e manobra de Sellick para a intubação traqueal. As drogas utilizadas foram tiopental (250 mg), rocurônio (50 mg), fentanil (100 µg) e lidocaína (60 mg) por via venosa. A indução anestésica foi suave e mantida com isoflurano até o início do fechamento da pele da paciente, com mínimas alterações de seus sinais vitais e do recém-nascido, que recebeu índice de Apgar 8 e 9, no 1º e 5º minutos, respectivamente. A paciente despertou precocemente, sem deficits neurológicos adicionais. CONCLUSÕES: A anestesia geral ainda é a técnica anestésica preferida para cesariana em gestantes com hipertensão intracraniana, utilizando-se drogas de meia-vida curta e que tenham mínima interferência na pressão intracraniana e no recém-nascido. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Está bien establecido que la técnica anestésica de elección para cesárea electiva es la anestesia regional. Sin embargo, en gestantes con hipertensión intracraneal e infección del sistema nervioso central esta técnica debe ser evitada. El objetivo de este artículo es relatar el manejo anestésico de una gestante, con hipertensión intracraneal secundaria a la meningitis tísica, que fue sometida a la cesárea electiva. RELATO DEL CASO: (mais) Paciente blanca, 32 años, 60 kg, 1,62 m de estatura, en la 36ªsemana de edad gestacional, agendada para interrupción quirúrgica de la gestación por presentarse tetraparética, con hidrocefalia consecuente de meningitis tísica, (tuberculosa). Se escogió la anestesia general para la cesárea con inducción en secuencia rápida y maniobra de Sellick para la intubación traqueal. Las drogas utilizadas fueron tiopental (250 mg), rocuronio (50 mg), fentanil (100 µg) y lidocaína (60 mg) por vía venosa. La inducción anestésica fue suave y mantenida con isoflurano hasta el inicio del encerramiento de la piel de la paciente, con mínimas alteraciones de sus señales vitales y del recién nacido, que recibió índice de Apgar 8 y 9, en el 1º y 5º minutos, respectivamente. La paciente despertó precozmente, sin deficiencias neurológicas adicionales. CONCLUSIONES:La anestesia general aún es la técnica anestésica preferida para cesárea en gestantes con hipertensión intracraneal, utilizándose drogas de media-vida corta y que tengan mínima interferencia en la presión intracraneal y en el recién nacido. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: It is a well-established fact today that the technique of choice for elective cesarean delivery is regional anesthesia. However, in patients with intracranial hypertension and central nervous system infection, this technique should be avoided. This paper aimed at reporting the anesthetic management of a pregnant patient with intracranial hypertension due to tuberculous meningitis submitted to elective cesarean delivery. CASE REPORT: Caucasian pa (mais) tient, 32 years old, 1.62 m height and 60 kg weight, in the 36th week of gestational age admitted to the obstetrics unit to have her pregnancy interrupted by cesarean delivery because she had become quadriparetic with hydrocephalus due to tuberculous meningitis. The chosen technique was general anesthesia with rapid sequence induction and Sellick maneuver for intubation. Drugs were intravenous thiopental (250 mg), rocuronium (50 mg), fentanil (100 µg) and lidocaine (60 mg). Anesthetic induction was very smooth, with minor changes in vital signs. Anesthesia was maintained with isoflurane until the beginning of incision suture. The baby was delivered quickly and received an Apgar score of 8 e 9 in the 1st and 5th minutes, respectively, and patient woke up as soon as the procedure ended without any additional neurological deficits. CONCLUSIONS: General anesthesia is still the best anesthetic technique for Cesarean delivery in patients with intracranial hypertension. Choice of drugs should include those with short half-life and with minor effects on intracranial pressure and on the newborn.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Anestesia venosa total em regime de infusão alvo-controlada: uma análise evolutiva/ Total intravenous anesthesia as a target-controlled infusion: an evolutive analysis/ Anestesia venosa total en régimen de infusión objeto controlada: un análisis evolutivo

Nora, Fernando Squeff
2008-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A anestesia venosa total (AVT) sofreu diversos avanços desde o início da utilização da técnica. Desde a síntese dos primeiros anestésicos venosos, com a introdução dos barbitúricos (1921) e do tiopental (1934), a AVT evoluiu até o desenvolvimento da AVT com auxílio de bombas com infusão alvo-controlada (IAC). O primeiro modelo farmacocinético para uso em IAC foi descrito por Schwilden em 1981. Foi demonstrado, a partir daí, que er (mais) a possível manter a concentração plasmática desejada de um fármaco utilizando-se bomba de infusão gerenciada por computador. CONTEÚDO: Este artigo visou a descrever as bases teóricas da IAC, a apresentar uma proposta de desenvolvimento de um vocabulário comum em IAC ainda não publicado no Brasil e a fazer uma análise crítica dos aspectos atuais da IAC no mundo e no Brasil. CONCLUSÕES: A chegada de novas bombas de infusão dotadas dos modelos farmacocinéticos do remifentanil, sufentanil e propofol inaugura outro capítulo da AVT e alinha o Brasil com a tendência mundial em IAC. Esses sistemas possibilitarão a IAC de hipnóticos e opióides concomitantemente. A conclusão mais importante, no entanto, refere-se à economia à medida que os fármacos utilizados nessas bombas não ficarão restritos apenas a uma empresa farmacêutica, a exemplo do que ocorreu com o propofol. Hoje já se dispõe de equipamentos para utilização de propofol e opióides, em IAC, que aceitam qualquer apresentação farmacêutica com a vantagem da possibilidade de alteração da concentração do fármaco na seringa, de acordo com a diluição desejada. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La anestesia venosa total (AVT) tuvo diversos avances desde el inicio de la utilización de la técnica. Desde la síntesis de los primeros anestésicos venosos, con la introducción de los barbitúricos (1921) y del tiopental (1934), la AVT evolucionó hasta el desarrollo de la AVT con el auxilio de bombas con infusión objeto controlada (IOC). El primer modelo farmacocinético descrito para uso en IOC, fue descrito por Schwilden en 1981. Qued� (mais) � demostrado a partir de entonces, que era posible mantener la concentración plasmática deseada de un fármaco utilizando bomba de infusión por computador. CONTENIDO: Este artigo quiso dejar sentadas las bases teóricas de la IOC, presentar una propuesta de desarrollo de un vocabulario común en IOC todavía no publicado en Brasil y hacer un análisis crítico de los aspectos actuales de la IOC en el mundo y en Brasil. CONCLUSIONES: La llegada de nuevas bombas de infusión dotadas de los modelos farmacocinéticos del remifentanil, sufentanil y propofol inaugura otro capítulo de la AVT y coloca a Brasil a tono con la tendencia mundial en IOC. Esos sistemas facilitarán la IOC de hipnóticos y opioides concomitantemente. La conclusión más importante, sin embargo, se refiere a la economía en la medida en que los fármacos utilizados en esas bombas no quedarán restrictos a solamente una empresa farmacéutica, como por ejemplo lo que ocurrió con el propofol. Hoy ya disponemos de equipos para la utilización de propofol y opioides en IOC, que aceptan cualquier presentación farmacéutica con la ventaja de poder alterar la concentración del fármaco en la jeringuilla de acuerdo con la dilución que se desee. Resumo em inglês BACKGROUND AND DOBJECTIVES: Total intravenous anesthesia (TIVA) has seen several developments since it was first used. Since the synthesis of the first intravenous anesthetics, with the introduction of barbiturates (1921) and thiopental (1934), TIVA has evolved until the development of TIVA with target-controlled infusion pumps (TCI). The first pharmacokinetic model for the use of TCI was described by Schwilden in 1981. From that moment on, it was demonstrated that it is (mais) possible to maintain the desired plasma concentration of a drug using an infusion pump managed by a computer. CONTENTS: The objective of this report was to describe the theoretical bases of TCI, propose the development of a common TCI vocabulary, which has not been done in Brazil and make a critical analysis of the current aspects of TCI in the world and in Brazil. CONCLUSIONS: The advent of new infusion pumps with pharmacokinetic models of remifentanil, sufentanil and propofol opens a new chapter in TIVA and aligns Brazil with the world tendency in TCI. Those systems will allow TCI of hypnotics and opioids concomitantly. However, the most important conclusion refers to the economy, since drugs used in those pumps will not be restricted to only one drug company, similar to what happened with propofol. Nowadays, TCI devices for the use of propofol and opioids, which accept any pharmaceutical presentation, with the advantage of changing the concentration of the drug in the syringe according to the dilution desired are available.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Resistência à insulina com a suplementação de creatina em animais de experimentação/ Insulin resistance with creatine supplementation in laboratory animals/ Resistencia a la insulina con la suplementación de creatina en animales de experimentación

Costallat, Beatriz L.; Miglioli, Lísia; Silva, Phelipe A.C.; Novo, Neil F.; Duarte, João L.G.
2007-02-01

Resumo em português INTRODUÇÃO E OBJETIVO: A suplementação de creatina tem sido usada para melhorar o desempenho muscular. Esta afeta o metabolismo da glicose e estimula a secreção de insulina in vitro e in vivo. No entanto, a hipersecreção de insulina em longo prazo pode induzir também resistência à insulina. O presente trabalho analisou os efeitos da suplementação oral de creatina para avaliar a possibilidade da ocorrência de resistência à insulina in vivo. MÉTODOS: Quaren (mais) ta e oito ratos Wistar (24 fêmeas/24 machos) foram divididos em dois grupos de 24 (controle e estudo) e subdivididos em seis grupos de oito. Por quatro semanas, foram alimentados com ração padrão, tendo livre acesso a água. Além disso, o grupo de estudo recebeu dieta suplementar de creatina (0,4g de creatina para 30mL de água por rato/dia). Nos 7º, 14º, 21º e 28º dias do experimento, 12 ratos foram anestesiados (tiopental sódico 0,15mL/100g), após jejum de seis horas, sendo submetidos ao teste intravenoso de tolerância à insulina (0,5mL de uma solução de 30% de insulina humana regular e 70% de salina). As amostras de sangue foram coletadas das veias dos rabos dos ratos, nos tempos basal, três, seis, nove, 12 e 15 minutos após a administração da insulina. A mensuração da glicose foi feita pelo método da glicose-oxidase. O trabalho foi previamente aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do CCMB- PUCSP. RESULTADOS: A média da constante de decaimento da glicose (K ITT) foi calculada pela fórmula 0,693/T1/2. O grupo de estudo, quando comparado com o grupo controle, apresentou resistência insulínica no 21º dia (p Resumo em espanhol INTRODUCCIÓN Y OBJETIVO: La suplementación con creatina viene siendo usada para mejorar el desempeño muscular. Esta afecta el metabolismo de la glucose y estimula la secreción de insulina in vitro e in vivo. Entretanto, la hipersecreción de insulina a largo plazo puede inducir tambien resistencia a la insulina. El presente trabajo analizó los efectos de la suplementación oral de creatina para evaluar la posibilidad de la ocurrencia de resistencia a la insulina in v (mais) ivo. MÉTODOS: Cuarenta y ocho ratones Wistar (24 hembras/24 machos) fueron divididos en dos grupos de 24 (control y estudio) y subdivididos en seis grupos de ocho. Por cuatro semanas, fueron alimentados con ración padrón, teniendo libre acceso al agua. Además de eso, el grupo estudio recibió dieta suplementaria de creatina (0,4 g de creatina para 30 mL de água por ratón/día). En los días 7, 14, 21 e 28 del experimento, 12 ratones fueron anestesiados (tiopental sódico 0,15 mL/100 g), despues de seis horas de ayuno, y sometidos a un test intravenoso de tolerancia a la insulina (0,5 ml de una solución de 30% de insulina humana regular y 70% de salina). Las muestras de sangre fueron colectadas de las venas de los rabos de los ratones, en los tiempos basal, tres, seis, nueve, 12 y 15 minutos trás la administración de insulina. La medida de la glucosa fué hecha por el método de la glucosa oxidasa. El trabajo fué previamente aprobado por lo Comité de Ética en Investigación del CCMB-PUCSP. RESULTADOS: La media constante de descenso de la glucosa (K ITT) fué calculada por la fórmula 0,693/T1/2. El grupo de estudio cuando fué comparado con el grupo control presentó resistencia insulínica en el día 21 (p Resumo em inglês INTRODUCTION AND OBJECTIVE: Creatine supplementation has been used in order to improve muscular performance. This substance affects glucose metabolism and stimulates the in vitro as well as the in vivo insulin secretion. Nevertheless, long-term insulin hypersecretion may also induce insulin resistance. The present work analyzed the effects of creatine oral supplementation in order to evaluate the possibility of occurrence of resistance to in vivo insulin. METHODS: Forty-e (mais) ight Wistar rats (24 female/24 male) were divided in two groups of 24 (control and study) and subdivided in six groups of eight. They were fed with standard food during four weeks, having water ad libitum. Moreover, the study group received dietetic supplement of creatine (0.4 g creatine for 30 ml of water per rat/day). In the 7th, 14th, 21st and 28th day of the experiment, 12 rats were anesthetized (sodium thiopental 0.15 mL/100 g) after six hour-fasting, being submitted to intravenous insulin tolerance test (0.5 mL of 30% regular human insulin and 70% saline solution). The blood samples were collected from the tail veins of the rats, in the basal, three, six, nine, 12 and 15 minutes after insulin administration times. The glucose measurement was performed through the glucose oxidase method. The study was previously approved by the Research Ethics Committee of CCMB- PUC-SP. RESULTS: The mean of the glucose decrease constant (K ITT) was calculated through the formula 0.693/T1/2. The study group, when compared with the control group, presented insulin resistance at day 21 (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Lipídios plasmáticos após esplenectomia total e parcial em cães/ The plasma lipids after total and partial splenectomy in dogs

Paulo, Danilo Nagib Salomão; Silva, Alcino Lázaro da
2001-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o efeito da esplenectomia total e parcial (hemiesplenectomia e esplenectomia subtotal) no lipidograma de cães. MÉTODO: Foram operados 38 animais, adultos, machos, mestiços, com peso entre 13kg e 15kg. No pré-operatório, depois do exame clínico e jejum de 12 horas de uma dieta-padrão, foram realizados hemograma e lipidograma. Após anestesia geral com tiopental sódico os cães foram submetidos à laparotomia mediana supra e infra-umbilical. Proced (mais) eu-se no grupo 1, de sete cães, apenas à manipulação do baço (simulado); no grupo 2, de nove cães, à hemiesplenectomia cranial; no grupo 3, de nove cães, à esplenectomia subtotal, com preservação do pólo inferior do baço, após ligadura e secção dos troncos principais dos vasos esplênicos próximos ao hilo; e no grupo 4, de 13 cães, à esplenectomia total. RESULTADOS: No grupo 4 (esplenectomia total), quando comparamos os valores do lipidograma dos diferentes períodos pós-operatórios com os do pré-operatório, os nossos resultados mostraram que houve aumento significante do colesterol total em todos os períodos pós-operatórios (p 0,05) no 56º PO. O LDL aumentou significantemente no 56º PO (p Resumo em inglês BACKGROUND: The purpose of this study was to evaluate the effect of partial (hemi-splenectomy and subtotal splenectomy) and total splenectomy in the dogs lipidic profile. METHOD: Thirty eight (38) mongrel male dogs, with weight varying between 13 Kg and 15 Kg were operated. After clinical evaluation and twelve hour fasting of standard diet, preoperatively hemogram and lipidic profile were evaluated. After general anaesthesia with sodium thiopental, the dogs were submitted (mais) to an upper and lower median laparotomy. Group I, seven dogs, just manipulation of the spleen (sham-control); group II, nine dogs upper hemisplenectomy; group III, nine dogs, subtotal splenectomy with preservation of inferior pole, after the ligature and section of the splenic artery and vein near the hilus; group IV, thirteen dogs, total splenectomy was performed. RESULTS: Our results, when we compared to the lipid values of the different post-operative periods with preoperative data, showed that in group IV (total splenectomy) there was a significant increase of the total cholesterol in all post-operative periods (p 0,05) on the 56th post-operative time. The low-density lipoprotein (LDL) increased significantly in the 56th post-operative (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Relação entre a infusão contínua de dexmedetomidina e a fração expirada de sevoflurano monitorizada pelo índice bispectral/ Relationship between dexmedetomidine continuous infusion and end-tidal sevoflurane concentration, monitored by bispectral analysis/ Relación entre la infusión continua de dexmedetomidina y la fracción expirada de sevoflurano monitorizada por el índice bispectral

Magalhães, Edno; Govêia, Cátia Sousa; Ladeira, Luís Cláudio de Araújo; Espíndola, Beatriz Vieira
2004-06-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A associação de agentes venosos à anestesia geral inalatória proporciona melhor qualidade de analgesia e hipnose. A dexmedetomidina é um agonista específico alfa2-adrenérgico com estas características e reconhecida por proporcionar estabilidade hemodinâmica. O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da infusão contínua de dexmedetomidina na fração expirada de sevoflurano (FEsevo) em anestesia geral, monitorizada pela análise bispec (mais) tral do EEG (BIS). MÉTODO: Estudou-se, de modo prospectivo, 24 pacientes adultos, de ambos os sexos, estado físico ASA I e II, submetidos à cirurgias eletivas sob anestesia geral, monitorizados com ECG, PANI, SpO2, P ET CO2, FEsevo e BIS. Procedeu-se a indução venosa com alfentanil (30 µg.kg-1), tiopental (5 mg.kg-1) e vecurônio (0,1 mg.kg-1) e intubação traqueal. Iniciaram-se a administração de sevoflurano (manutenção do BIS entre 40 e 60), a ventilação controlada com volume corrente de 10 ml.kg-1 e a manutenção da P ET CO2 entre 35 e 45 mmHg. Na fase de manutenção da anestesia, após 60 minutos da indução anestésica (M60), foi iniciada a infusão contínua de dexmedetomidina em 2 fases: infusão inicial (1 µg.kg-1) em 20 minutos; e, infusão de manutenção (0,5 µg.kg-1.h-1). A concentração de sevoflurano foi ajustada para manter o valor de BIS entre 40 e 60. As variáveis de PA, FC, FEsevo, SpO2, P ET CO2 e BIS foram avaliadas nos momentos pré-indução (M-15), M15, M45, M75, M105 e M120. RESULTADOS: A associação da dexmedetomidina à anestesia geral com sevoflurano proporcionou redução significativa (p Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La asociación de agentes venosos a la anestesia general inhalatoria proporciona mejor cualidad de analgesia e hipnosis. La dexmedetomidina es un agonista específico alfa2-adrenérgico con estas características y reconocida por proporcionar estabilidad hemodinámica. El objetivo del estudio fue evaluar el efecto de la infusión continua de dexmedetomidina en la fracción expirada de sevoflurano (FEsevo) en anestesia general, monitorizada por e (mais) l análisis bispectral del EEG (BIS). MÉTODO: Se estudió, de modo prospectivo, 24 pacientes adultos, de ambos sexos, estado físico ASA I y II, sometidos a cirugías electivas sobre anestesia general, monitorizados con ECG, PANI, SpO2, P ET CO2, FEsevo y BIS. Se procedió a la inducción venosa con alfentanil (30 µg.kg-1), tiopental (5 mg.kg-1) y vecuronio (0,1 mg.kg-1) e intubación traqueal. Se iniciaron la administración de sevoflurano (manutención del BIS entre 40 y 60), la ventilación controlada con volumen corriente de 10 ml.kg-1 y la manutención de la P ET CO2 entre 35 y 45 mmHg. En la fase de manutención de la anestesia, después de 60 minutos de la inducción anestésica (M60), fue iniciada la infusión continua de dexmedetomidina en 2 fases: infusión inicial (1 µg.kg-1) en 20 minutos; e, infusión de manutención (0,5 µg.kg-1.h-1). La concentración de sevoflurano fue ajustada para mantener el valor de BIS entre 40 y 60. Las variables de PA, FC, FEsevo, SpO2, P ET CO2 y BIS fueron evaluadas en los tiempos pré-indución (M-15), M15, M45, M75, M105 y M120. RESULTADOS: La asociación de la dexmedetomidina a la anestesia general con sevoflurano proporciono reducción significativa (p Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: General inhalational anesthesia associated with intravenous agents provides analgesia and hypnosis of better quality. Dexmedetomidine is a specific a2-adrenergic agonist with these characteristics and is known by providing hemodynamic stability. This study aimed at evaluating the effects of dexmedetomidine continuous infusion on end-tidal sevoflurane concentration (ETsevo) in general anesthesia, monitored by EEG spectral index (BIS). METHODS: Pa (mais) rticipated in this prospective study 24 adult patients of both genders, physical status ASA I and II submitted to elective surgery under general anesthesia and monitored by ECG, BP, SpO2, P ET CO2, ETsevo and BIS. Intravenous anesthesia was induced with alfentanil (30 µg.kg-1), thiopental (5 mg.kg-1) and vecuronium (0.1 mg.kg-1), followed by tracheal intubation. Then, sevoflurane (to maintain BIS between 40 and 60), controlled ventilation with tidal volume of 10 mL.kg-1 and P ET CO2 between 35 and 45 mmHg were started. During maintenance, 60 minutes after anesthetic induction (T60), continuous dexmedetomidine infusion was started in 2 phases: initial infusion (1 µg.kg-1) in 20 minutes; and maintenance infusion (0.5 µg.kg-1.h-1). Sevoflurane concentration was adjusted to maintain BIS between 40 and 60. BP, HR, ETsevo, SpO2, P ET CO2 and BIS were evaluated in the following moments before anesthetic induction (M-15), M15, M45, M75, M105 and M120. RESULTS: The association of dexmedetomidine to general anesthesia with sevoflurane provided statistically significant ETsevo decrease (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Análise macroscópica infra-vermelha da difusão do óxido nitroso via inalatória para a cavidade abdominal, em ratos submetidos a pneumoperitônio/ Macroscopic infrared analysis of inhaled nitrous oxide diffusion to abdominal cavity in rats submitted to pneumoperitoneum/ Análisis macroscópica infrarroja de la difusión del óxido nitroso vía inhalatoria para la cavidad abdominal, en ratones sometidos a pneumoperitoneo

Colman, Daniel; Brioschi, Marcos Leal; Cimbalista Júnior, Mário; Tambara, Elizabeth Mila; Melo, Maria Célia Barbosa Fabrício de; Blume, Leonardo Pimpão
2004-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O óxido nitroso (N2O), por ser uma estrutura tri-atômica assimétrica, assume características de alta emissão e absorção de energia no espectro infra-vermelho, com um pico característico de absorção em 4,5 µm, o que o torna visível ao infra-vermelho curto, quando contrastado com uma fonte emissora de calor (anteparo quente). Diversos autores têm descrito a difusão do N2O para cavidades fechadas por métodos como cromatografia gasosa (mais) e analisador de gases, que não permitem um estudo macroscópico detalhado do gás. O presente estudo teve como objetivo a filmagem macroscópica no espectro infra-vermelho da difusão de N2O, utilizado em anestesia inalatória, para a cavidade peritoneal de ratos submetidos a pneumoperitônio de 20 mmHg com ar ambiente. MÉTODO: Dividiu-se os animais em três grupos, de acordo com o anestésico utilizado: I - controle venoso: tiopental intra-peritoneal; II - controle inalatório: isoflurano a 1,2% em O2 100%; III - óxido nitroso: N2O 66% em oxigênio e isoflurano a 0,6%. Os termogramas provenientes da descompressão abdominal foram obtidos, por meio de um radiômetro AGEMA 550 filmados a 7 quadros por segundo. RESULTADOS: O N2O demonstrou-se visível ao infra-vermelho. No momento da descompressão abdominal, não houve nos grupos I e II termogramas com rastros de gases visíveis ao infra-vermelho. Houve, porém, rastros de gases visíveis ao infra-vermelho no grupo III. CONCLUSÕES: Conclui-se que o óxido nitroso inalatório a 66% difundiu-se para a cavidade peritoneal de ratos submetidos a pneumoperitônio de 20 mmHg com ar ambiente, sem aumento de pressão intra-abdominal. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El óxido nitroso (N2O), por ser una estructura tri-atómica asimétrica, toma características de alta emisión y absorción de energía en el espectro infrarrojo, con un pico característico de absorción en 4,5 µm, lo que lo hace visible al infrarrojo corto, cuando contrastado con una fuente emisora de calor (resguardo caliente). Diversos autores han descrito la difusión del N2O para cavidades cerradas por métodos como cromatografia gaseos (mais) a y analizador de gases, que no permiten un estudio macroscópico detallado del gas. El presente estudio tubo como objetivo la filmación macroscópica en el espectro infrarrojo de la difusión de N2O, utilizado en anestesia inhalatoria, para la cavidad peritoneal de ratones sometidos a pneumoperitoneo de 20 mmHg con aire ambiente. MÉTODO: Los animales fueron divididos en tres grupos, de acuerdo con el anestésico utilizado: I- Control venoso: tiopental intra-peritoneal; II- Control inhalatorio: isoflurano a 1,2% en O2 100%; III- Óxido Nitroso: N2O 66% en oxígeno e isoflurano a 0,6%. Los termogramas provenientes de la descompresión abdominal fueron obtenidos, por medio de un radiómetro AGEMA 550 filmados a 7 cuadros por segundo. RESULTADOS: El N2O se demostró visible al infrarrojo. En el momento de la descompresión abdominal, no hubo en los grupos I y II termogramas con rastros de gases visibles al infrarrojo. Hubo, todavía, rastros de gases visibles al infrarrojo en el grupo III. CONCLUSIONES: Se concluye que el óxido nitroso inhalatorio a 66% se difundió para la cavidad peritoneal de ratones sometidos a pneumoperitoneo de 20 mmHg con aire ambiente, sin aumento de la presión intra-abdominal. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Nitrous oxide (N2O), for its tri-atomic asymmetric structure, has high energy emission and absorption characteristics within the infrared spectrum, with maximum absorption at 4.5 µm, what makes it visible at short infrared, when contrasted with a heat emission source (hot support). Many authors have described N2O diffusion to closed cavities by chromatography methods and gas analyzers, which do not allow a detailed macroscopic study of the gas. (mais) This study aimed at macroscopically filming in the infrared spectrum inhaled N2O diffusion to the peritoneal cavity of rats submitted to 20 mmHg room air pneumoperitoneum. METHODS: Animals where divided in three groups according to the anesthetic drug: I - Intravenous control: intraperitoneal thiopental; II - inhaled control: 1.2% isoflurane in 100% O2; III - nitrous oxide: 66% N2O in oxygen and 0.6% isoflurane. Thermal images of abdominal decompression where captured by an AGEMA 550 radiometer filmed at 7 frames per second. RESULTS: N2O was visible to infrared. At abdominal decompression, groups I and II have not shown visible gas traces at infrared thermographs, while group III had visible infrared traces. CONCLUSIONS: Our conclusion was that 66% inhaled nitrous oxide has diffused to peritoneal cavity of rats submitted to 20 mmHg room air pneumoperitoneum, with no intra-abdominal pressure increase.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Alterações hemodinâmicas durante o pneumoperitônio em cães ventilados com volume e pressão controlados/ Hemodynamic changes during pneumoperitoneum in volume and pressure controlled ventilated dogs/ Alteraciones hemodinámicas durante el pneumoperitoneo en canes ventilados con volumen y presión controlados

Almeida, Armando Vieira de; Ganem, Eliana Marisa; Carraretto, Antônio Roberto; Vianna, Pedro Thadeu Galvão
2003-12-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Não existem estudos que associem os efeitos determinados pelas modalidades ventilatórias às repercussões hemodinâmicas durante o pneumoperitônio. O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações na hemodinâmica determinadas pelo pneumoperitônio em cães com ventilação por volume e pressão controlados. MÉTODO: Dezesseis cães anestesiados com tiopental sódico e fentanil foram divididos em grupo 1, volume controlado, e grupo 2, pre (mais) ssão controlada, e submetidos ao pneumoperitônio de 10 e 15 mmHg. Foram estudados freqüência cardíaca, pressão arterial média, pressão de átrio direito, pressão de artéria pulmonar ocluída, índice cardíaco, índice de resistência vascular sistêmica e vasopressina plasmática. Os dados foram coletados em 4 momentos. M1 - antes do pneumoperitônio, M2 - 30 minutos após pneumoperitônio com 10 mmHg, M3 - 30 minutos após pneumoperitônio com 15 mmHg, M4 - 30 minutos após a deflação do pneumoperitônio. RESULTADOS: Os resultados mostraram aumento no índice cardíaco, nas pressões de átrio direito e de artéria pulmonar ocluída em M2 e M3, em ambos os grupos. A vasopressina não variou durante o procedimento e o índice de resistência vascular sistêmica não aumentou, proporcionando estabilidade da pressão arterial média em ambos os grupos. CONCLUSÕES: As modalidades ventilatórias não determinaram diferenças na resposta hemodinâmica entre os grupos estudados. A técnica anestésica utilizada e as pressões intra-abdominais alcançadas determinaram estabilidade da pressão arterial média, provavelmente decorrente da ausência do aumento no índice da resistência vascular sistêmica. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: No existen estudios que asocien los efectos determinados por las modalidades ventilatorias a las repercusiones hemodinámicas durante el pneumoperitoneo. El objetivo de este estudio fue evaluar las alteraciones en la hemodinámica determinadas por el pneumoperitoneo en canes con ventilación por volumen y presión controlados. MÉTODO: Diez y seis canes anestesiados con tiopental sódico y fentanil fueron divididos en grupo 1, volumen controlado (mais) , y grupo 2, presión controlada, y sometidos al pneumoperitoneo de 10 y 15 mmHg. Se estudió la frecuencia cardíaca, presión arterial media, presión del atrio derecho, presión de la arteria pulmonar ocluida, índice cardíaco, índice de resistencia vascular sistémica y vasopresina plasmática. Los datos fueron colectados en 4 momentos. M1 - antes del pneumoperitoneo, M2 - 30 minutos después del pneumoperitoneo con 10 mmHg, M3 - 30 minutos después del pneumoperitoneo con 15 mmHg, M4 - 30 minutos después de la deflación del pneumoperitoneo. RESULTADOS: Los resultados mostraron aumento en el índice cardíaco, en las presiones del atrio derecho y de la arteria pulmonar ocluida en M2 y M3, en ambos grupos. La vasopresina no varió durante el procedimiento y el índice de resistencia vascular sistémica no aumentó, proporcionando estabilidad de la presión arterial media en ambos grupos. CONCLUSIONES: Las modalidades ventilatorias no determinaron diferencias en la respuesta hemodinámica entre los grupos estudiados. La técnica anestésica utilizada y las presiones intra-abdominales alcanzadas determinaron estabilidad de la presión arterial media, probablemente resultante de la ausencia del aumento en el índice de la resistencia vascular sistémica. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: There are no studies associating ventilation-induced effects and hemodynamic changes during pneumoperitoneum. This study aimed at evaluating hemodynamic changes determined by pneumoperitoneum in dogs under volume and pressure controlled ventilation. METHODS: The study involved 16 dogs anesthetized with sodium thiopental and fentanyl, divided in group 1: volume controlled; and group 2: pressure controlled; submitted to 10 and 15 mmHg pneumoperito (mais) neum. The following parameters were evaluated: heart rate, mean blood pressure, right atrium pressure, pulmonary capillary wedge pressure, cardiac index, systemic vascular resistance index and plasma vasopressin. Data were collected in four moments: M1 - before pneumoperitoneum, M2 - 30 minutes after 10 mmHg pneumoperitoneum; M3 - 30 minutes after 15 mmHg pneumoperitoneum; M4 - 30 minutes after pneumoperitoneum deflation. RESULTS: Results have shown increased cardiac index, right atrium pressure and pulmonary capillary wedge pressure in M2 and M3 for all groups. Vasopressin was not changed during procedure and systemic vascular resistance index has not increased, providing mean blood pressure stability for both groups. CONCLUSIONS: Ventilation modes have not determined hemodynamic differences between studied groups. Anesthetic technique and intra-abdominal pressure have determined mean blood pressure stability, probably due to the absence of systemic vascular resistance index increase.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Comparação das alterações hemodinâmicas na intoxicação aguda com bupivacaína e ropivacaína por via venosa em suínos/ Comparison of hemodynamic changes in acute intoxication with intravenous bupivacaine and ropivacaine in swine/ Comparación de las alteraciones hemodinámicas en la intoxicación aguda con bupivacaina y ropivacaína por vía venosa en cerdos

Melo, Marcos De Simone; Silva, William Adalberto; Moraes, Ana Cristina de; Udelsmann, Artur
2009-10-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A ropivacaína apresentada na forma levógira pura foi introduzida para proporcionar alternativa mais segura que a bupivacaína nas anestesias locorregionais. O objetivo deste estudo foi comparar as repercussões hemodinâmicas após injeção por via venosa dos dois agentes em suínos, simulando intoxicação que pode ocorrer durante anestesia locorregional em humanos. MÉTODO: Suínos da raça Large-White foram anestesiados com tiopental, real (mais) izada intubação traqueal e instituída ventilação controlada mecânica. As variáveis hemodinâmicas foram medidas através de monitorização invasiva da pressão arterial e cateterização de artéria pulmonar. Após período de repouso de 30 minutos os animais foram aleatoriamente divididos em dois grupos e receberam por via venosa 4 mg.kg-1 de um ou outro agente sem conhecimento do pesquisador. Os resultados hemodinâmicos foram avaliados em repouso e 1, 5, 10, 15, 20 e 30 minutos após a intoxicação. RESULTADOS: As repercussões hemodinâmicas da intoxicação aguda com bupivacaína foram mais importantes e mais prolongadas do que as com ropivacaína. Com bupivacaína o índice cardíaco teve diminuição maior e mais prolongado, a pressão arterial média e a frequência cardíaca diminuições mais prolongadas, a pressão venosa central aumento mais prolongado e a pressão capilar pulmonar aumentou mais e por mais tempo. O impacto no índice de resistência vascular sistêmica mostrou que a vasomotricidade foi parcialmente mantida, houve aumento nos dois grupos e, paradoxalmente, maior e por mais tempo com bupivacaína. CONCLUSÕES: Em suínos a ropivacaína causou menos repercussões hemodinâmicas do que a bupivacaína quando as mesmas doses foram injetadas por via venosa. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La ropivacaina, presentada bajo la forma de levógira pura, se introdujo para proporcionar una alternativa más segura que la bupivacaina en las anestesias locorregionales. El objetivo de este estudio fue el de comparar las repercusiones hemodinámicas después de una inyección por vía venosa de los dos agentes en cerdos, simulando una intoxicación que puede ocurrir durante la anestesia locorregional en los humanos. MÉTODO: Se utilizaron cer (mais) dos de la raza Large-White, los cuales fueron anestesiados con tiopental, y fue realizada intubación traqueal e instituida la ventilación controlada mecánica. Las variables hemodinámicas se midieron a través de la monitorización invasiva de la presión arterial y de la cateterización de la arteria pulmonar. Después del período de reposo de 30 minutos, los animales fueron aleatoriamente divididos en dos grupos y recibieron por vía venosa 4 mg.kg-1 de uno u otro agente, sin que el investigador lo supiese. Los resultados hemodinámicos fueron evaluados en reposo y 1, 5, 10, 15, 20 y 30 minutos después de la intoxicación. RESULTADOS: Las repercusiones hemodinámicas de la intoxicación aguda con bupivacaina fueron más importantes y más prolongadas que las de la ropivacaina. Con la bupivacaina, el índice cardíaco se redujo más y fue más prolongado, la presión arterial promedio y la frecuencia cardiaca registraron reducciones más prolongadas, la presión venosa central aumento más y la presión capilar pulmonar también aumentó más y durante más tiempo. El impacto en el índice de resistencia vascular sistémica mostró que la vasomotricidad se mantuvo parcialmente. También se registró un aumento en los dos grupos y, paradójicamente, un tiempo mayor con la bupivacaina. CONCLUSIONES: En los cerdos, la ropivacaína causó menos repercusiones hemodinámicas que la bupivacaina, cuando las mismas dosis se inyectaron por vía venosa. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Pure levorotatory ropivacaine was introduced to provide a safer alternative to bupivacaine in regional blocks. The objective of this study was to compare the hemodynamic repercussions after the intravenous administration of both agents in swine, simulating the intoxication that can be seen during regional blocks in humans. METHODS: Large-White swine were anesthetized with thiopental, followed by endotracheal intubation and controlled mechanical (mais) ventilation. Hemodynamic parameters included non-invasive blood pressure and catheterization of the pulmonary artery. After 30 minutes, animals were randomly divided into two groups, and 4 mg.kg-1 of one of the agents was administered intravenously without the knowledge of the investigator. Hemodynamic parameters were evaluated at rest and 1, 5, 10, 15, 20, and 30 minutes after intoxication. RESULTS: The hemodynamic repercussions of acute bupivacaine intoxication were more important and prolonged than in ropivacaine intoxication. With bupivacaine, the cardiac index showed greater and more prolonged reduction, mean arterial pressure and heart rate had more prolonged reduction, central venous pressure showed a more prolonged increase, and pulmonary wedge pressure increased more for more prolonged time. The impact on the systemic vascular resistance index showed that vasomotricity was partially maintained, increased in both groups, and, paradoxically, was greater and longer-lasting with bupivacaine. CONCLUSIONS: In swine, ropivacaine caused less hemodynamic repercussions than bupivacaine when the same doses were administered intravenously.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Efeitos do pneumoperitônio sobre a hemodinâmica e função renais de cães ventilados com volume e pressão controlados/ Effects of pneumoperitoneum on renal hemodynamics and function of dogs under volume and pressure-controlled ventilation/ Efectos del pneumoperitonio sobre la hemodinámica y función renal de perros ventilados con volumen y presión controlados

Almeida, Armando Vieira de; Ganem, Eliana Marisa
2004-06-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Não existem estudos que associem os efeitos determinados pelas modalidades ventilatórias às repercussões renais durante o pneumoperitônio. O objetivo deste trabalho foi avaliar as alterações na hemodinâmica e função renais determinadas pelo pneumoperitônio em cães com ventilação a volume e pressão controlados. MÉTODO: Dezesseis cães anestesiados com tiopental sódico e fentanil foram divididos em Grupo 1, volume controlado e Gru (mais) po 2, pressão controlada e submetidos a pneumoperitônio de 10 e 15 mmHg. Foram estudados fluxo sangüíneo renal, resistência vascular renal, depuração de para-aminohipurato de sódio, sódio plasmático, potássio plasmático, osmolalidade plasmática, depuração de creatinina, fração de filtração, volume urinário, osmolalidade urinária, depuração osmolar, depuração de água livre, depuração de sódio, excreção urinária de sódio, excreção fracionária de sódio, depuração de potássio, excreção urinária de potássio, excreção fracionária de potássio. Os dados foram coletados em 4 momentos. M1, antes do pneumoperitônio; M2, 30 minutos após pneumoperitônio com 10 mmHg; M3, 30 minutos após pneumoperitônio com 15 mmHg; M4, 30 minutos após a deflação do pneumoperitônio. RESULTADOS: As depurações de para-aminohipurato de sódio e creatinina permaneceram constantes em ambos os grupos durante o experimento. Os valores plasmáticos do sódio e do potássio não se alteraram. Ocorreu diminuição a partir de M2 da depuração e da excreção fracionária de potássio em ambos os grupos. CONCLUSÕES: As modalidades ventilatórias não determinaram diferenças na hemodinâmica renal entre os grupos estudados. O pneumoperitônio, ocasionando compressão do parênquima renal, pode ter determinado alterações na reabsorção e/ou secreção do potássio. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: No existen estudios que asocien los efectos determinados por las modalidades ventilatorias a las repercusiones renales durante el pneumoperitonio. El objetivo de este trabajo fue evaluar las alteraciones en la hemodinámica y función renal determinadas por el pneumoperitonio en perros con ventilación a volumen y presión controlados. MÉTODO: Dieciséis perros anestesiados con tiopental sódico y fentanil fueron divididos en Grupo 1, volumen c (mais) ontrolado y Grupo 2, presión controlada y sometidos a pneumoperitonio de 10 y 15 mmHg. Fueron estudiados flujo sanguíneo renal, resistencia vascular renal, depuración de para-aminohipurato de sodio, sodio plasmático, potasio plasmático, osmolalidad plasmática, depuración de creatinina, fracción de filtración, volumen urinario, osmolalidad urinaria, depuración osmolar, depuración de agua libre, depuración de sodio, excreción urinaria de sodio, excreción fraccionaria de sodio, depuración de potasio, excreción urinaria de potasio, excreción fraccionaria de potasio. Los datos fueron colectados en 4 momentos. M1, antes del pneumoperitonio; M2, 30 minutos después pneumoperitonio con 10 mmHg; M3, 30 minutos después pneumoperitonio con 15 mmHg; M4, 30 minutos después de la deflación del pneumoperitonio. RESULTADOS: Las depuraciones de para-aminohipurato de sodio y creatinina permanecieron constantes en ambos grupos durante el experimento. Los valores plasmáticos del sodio y del potasio no se alteraron. Ocurrió diminución a partir de M2 de la depuración y de la excreción fraccionaria de potasio en ambos grupos. CONCLUSIONES: Las modalidades ventilatórias no determinaron diferencias en la hemodinámica renal entre los grupos estudiados. El pneumoperitonio, ocasionando compresión del parenquima renal, puede tener determinado alteraciones en la reabsorción y/o secreción del potasio. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: There are no studies associating ventilatory mode effects on renal repercussions during pneumoperitoneum. This study aimed at evaluating pneumoperitoneum-induced renal hemodynamics and function changes in dogs under volume and pressure controlled ventilation. METHODS: This study involved 16 dogs anesthetized with sodium thiopental and fentanyl, which were divided in two groups: Group 1: volume controlled; and Group 2: pressure controlled, both s (mais) ubmitted to 10 and 15 mmHg pneumoperitoneum. The following parameters were evaluated: renal blood flow, renal vascular resistance, sodium para-aminohippurate clearance, plasma sodium, plasma potassium, plasma osmolality, creatinine clearance, filtration fraction, urinary volume, urinary clearance, osmolar clearance, free water clearance, sodium clearance, sodium urinary excretion, sodium fractional excretion, potassium clearance, potassium urinary excretion and potassium fractional excretion. Data were collected in 4 moments: M1 before pneumoperitoneum, M2, 30 minutes after 10 mmHg pneumoperitoneum, M3, 30 minutes after 15 mmHg pneumoperitoneum, M4, 30 minutes after pneumoperitoneum deflation. RESULTS: Sodium para-aminohippurate and creatinine clearance remained constant for both groups throughout the experiment. Plasma sodium and potassium were not changed. There has been potassium clearance and fractional excretion decrease as from M2 in both groups. CONCLUSIONS: Ventilatory modes have not promoted renal hemodynamic differences between groups. Pneumoperitoneum, by compressing renal parenchyma, may have determined changes in potassium reabsorption and/or secretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Resposta hematológica, respiratória e cardiocirculatória de eqüinos submetidos a três protocolos de indução anestésica/ Hematological, respiratory and cardiovascular response of equine submitted to three anesthetic protocols

MELLO, João Roberto Braga de; CASTRO JUNIOR, Jarbas Francisco de; SILVA FILHO, Antônio da Pádua Ferreira da
2000-12-01

Resumo em português O presente trabalho investigou os efeitos hematológicos, respiratórios e cardiocirculatórios de eqüinos PSI submetidos a três diferentes protocolos de indução anestésica. Os grupos (G1, G2 e G3), constituídos de 10 animais cada, receberam: acepromazina 0,1 mg/kg, guaifenesina 113 mg/kg e tiopental sódico 2 g (G1); levomepromazina 0,2 mg/kg, midazolam 0,1 mg/kg e cloridrato de cetamina 2,0 mg/kg (G2); e cloridrato de detomidina 20 µg/kg e tiletamina-zolazepam 1, (mais) 1 mg/kg (G3). As avaliações realizadas constaram de exame clínico, análise hematológica, hemogasometria arterial e avaliação eletrocardiográfica. As colheitas de dados foram procedidas antes da administração de qualquer fármaco e quinze minutos após a administração do último. Os resultados mostraram que os três protocolos utilizados são efetivos como indutores da anestesia geral em eqüinos. A avaliação da função respiratória não permite destaque positivo ou negativo para nenhum dos protocolos. As alterações cardiocirculatórias observadas foram de caráter temporário e sem significado clínico. As principais diferenças observadas foram a preparação laboriosa da combinação usada no G1, a necessidade mais freqüente de suplementação anestésica no G2 e a ocorrência de dificuldade de manejo do animal após a pré-anestesia no G3, em virtude das dificuldades de deambulação. Resumo em inglês This research studied the hematological, respiratory and cardiocirculatory effects in thoroughbred equine subjects after the administration of 3 different induction protocols for general anesthesia. The animals were distributed in 3 groups. The animals from group 1 (G1) received acepromazine (0.1 mg/kg), guaiphenesin (113 mg/kg) and thiopental (2 g). The animals from group 2 (G2) received levomepromazin (0.2 mg/kg), midazolam (0.1 mg/kg) and ketamine (2.0 mg/kg). The anim (mais) als from group 3 (G3) received detomidine (20 µg/kg) and tiletamine-zolazepam (1.1 mg/kg). The evaluation included clinical examination, venous blood samples for hematological analysis, arterial blood samples for gasometric analysis and eletrocardiographic records. Clinical parameters were observed, samples were taken and the ECG was recorded before any drug administration and 15 minutes after the last medication. The 3 protocols showed to be adequate when used before general anesthesia. Respiratory parameters showed no differences among the 3 groups. The cardiocirculatory events were transient and without clinical significance. The differences among the groups were related to the preparation of solutions (G1), frequency in drug supplementation (G2) and handling the animals (G3).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Influência da heparina sódica na ocorrência de laminite eqüina induzida por sobrecarga de carboidratos/ Influence of heparin in occurrence of carbohydrate overload-induced equine laminitis

Martins Filho, L.P.; Fagliari, J.J.; Moraes, J.R.E.; Sampaio, R.C.; Oliveira, J.A.; Lacerda Neto, J.C.
2008-12-01

Resumo em português Avaliou-se a eficiência da infusão intravenosa de heparina sódica (100UI/kg/8h, a partir de 24h após o fornecimento de carboidrato, até completar 48h) no controle da laminite eqüina experimentalmente induzida por sobrecarga de carboidrato (17,6g de amido de milho/kg de peso corpóreo). Foram utilizados 15 eqüinos adultos, distribuídos em três grupos experimentais: GI (grupo-controle); GII (grupo laminite) e GIII (grupo laminite+heparina). Posteriormente ao fornec (mais) imento de carboidrato, os animais foram submetidos a exames físicos e laboratoriais durante um período de 48 horas. Ao final do experimento, os animais foram submetidos à eutanásia pela aplicação intravenosa de 5ml de maleato de acepromazina seguida de 1g de tiopental sódico e 1 litro de solução saturada de KCl para a obtenção de amostras de tecidos dos cascos, necessárias ao exame histológico. Os animais de GII e GIII, submetidos à sobrecarga de carboidratos, desenvolveram laminite, exibindo claudicação 12 e 24h após o fornecimento de carboidrato, respectivamente, bem como aumentos da freqüência cardíaca e do tempo de preenchimento capilar. As alterações histológicas, semelhantes em GII e GIII, eram do tipo degenerativo, como adelgaçamento de lâminas epidérmicas, retração, achatamento e deslocamento de lâminas dérmicas, vacuolização epidérmica e desorganização do tecido epidérmico. A infusão da heparina sódica não preveniu ou atenuou a degeneração laminar. Resumo em inglês The efficacy of intravenous heparin administration (100UI/kg/8h, from 24 to 48h after carbohydrate administration) in the control of carbohydrate overload-induced equine laminitis (17.6g of corn starch/kg live weight) was evaluated. Fifteen horses were allocated into three experimental groups: GI (control group), GII (laminitis group), and GIII (laminitis+heparin group). These animals were submitted to physical and laboratorial examination during 48h. After that time, the (mais) y were euthanized with intravenous administration of 5ml of acepromazine followed by 1g of thiopental sodium and 1 liter of saturated solution of KCl to obtain hoof tissues samples for histological examination. GII and GIII horses developed laminitis, showing lameness 12 and 24h after carbohydrate administration, respectively, as well increased heart rate and capillary refill time. The histological alterations, similar in GII and GIII, were degenerative lesions, as thinness of epidermal lamina, retraction, flattening and dislocation of the dermal lamina, epidermal vacuolization, and disruption of the epidermal tissues. The occurrence of laminar degeneration was not prevented or attenuated with intravenous heparin administration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Cistoplastia experimental em coelhos (Oryctolagus cuniculus) com peritônio bovino conservado em glicerol a 98%/ Experimental cystoplasty in rabbits (Oryctolagus cuniculus) with bovine peritoneum conserved in 98% glycerol

Oliveira, Tatiana Catelan de; Scavone, Alessandra Regina Freixo; Machado, Márcia Rita Fernandes; Mazzucatto, Bárbara Cristina
2008-11-01

Resumo em português Neste estudo foi implantado um retalho de membrana peritoneal bovina em substituição a um fragmento da face ventral da bexiga de coelhos albinos, raça Nova Zelândia, adultos, machos não-castrados (n=12), com o intuito de avaliar o processo de reparação tecidual no que se refere à biocompatibilidade, à capacidade de reparação tecidual e a possíveis complicações. Aos sete, 14, 30 e 60 dias de pós-operatório, os animais foram eutanasiados, três em cada perí (mais) odo, mediante o emprego de tiopental sódico (200mg kg-1), para posterior avaliação macroscópica e análise histopatológica da interface do implante com o tecido nativo. Macroscopicamente, foram observadas, em todos os períodos, aderências de estruturas adjacentes ao local do implante, presença de cálculos e ausência de sinais de rejeição. Sob microscopia de luz, aos sete, 14 e 30 dias de observação, o implante ainda estava presente, havia intensa reação inflamatória mista, neovascularização, fibroplasia e escassas fibras musculares, contudo, o epitélio e a lâmina própria não estavam reconstituídos. Aos 60 dias de avaliação, o implante não estava mais presente e todas as camadas vesicais encontravam-se reparadas. O implante foi biocompatível e forneceu arcabouço para orientação e desenvolvimento das camadas teciduais da bexiga, mediante processos de reparação, restabelecendo a estrutura do órgão. Resumo em inglês Bovine peritoneum was utilized to replace a section of ventral face of the bladder of New Zealand rabbits, adult and entire males (n=12) with the purpose of evaluating the tissue repair process in regard of its biocompatility, scar formation ability and possible complications. The animals were euthanized at 7, 14, 30 and 60 days post operative, three in each period, by the use of sodium thiopental (200mg kg-1), followed by macroscopic evaluation and histopathological anal (mais) ysis of the implant interface with the native tissue. Macroscopically it was observed, in all time periods, structure adherence to the implant site, presence of calculi and absence of rejection signs. Under light microscopy at the 7th, 14th and 30th observation days, the implant was present; a mixed intense inflammatory reaction could be observed, neovascularization, fiberplasic process and rare muscle fibers, however the epithelium and sheath weren’t also reconstituted. At the 60th day of evaluation the implant wasn’t anymore present and all vesicle layers were repaired. The implant was biocompatible and provided the mainframe for orientation and development of the tissue layers of the bladder, through repairing processes thus reestablishing the organ’s structure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Efeito da anestesia geral na cognição e na memória do idoso/ Effects of general anesthesia in elderly patients’ memory and cognition/ Efecto de la anestesia general en la cognición y memoria del paciente de edad avanzada

Aquino, Régis Borges; Souza, Antonio Carlos Araújo de; Argimon, Irani de Lima; Santos, Patrícia F. Ritter dos
2004-10-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A anestesia geral e a função mental têm sido alvo de estudos e considerações, especialmente pelo sentimento de que ela, particularmente em idosos, poderia induzir alterações na cognição e na memória. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar o efeito da anestesia geral na cognição e na memória do idoso correlacionando-a ao sexo, à idade e ao tempo de anestesia. MÉTODO: Estudo de coorte controlado realizado em pacientes categorizados e (mais) m dois grupos de observação: a- anestésico; b- clínicos (controle). As variáveis de desfecho consideradas foram os escores dos testes MiniMental, de Fluência Verbal e de Lembrança Numérica. Anestesia geral com halotano, isoflurano, sevoflurano, tiopental, propofol, etomidato, fentanil alfentanil, succinilcolina atracúrio, pancurônio. Intra-operatório com PaCO2 entre 30 e 45 mmHg e saturação de hemoglobina acima de 90% e tolerância de PA com diminuição até 20% do valor basal. Foram excluídos os pacientes que apresentaram algum evento adverso no intra e pós-operatório. Dados categóricos analisados pelo teste do Qui-quadrado. A comparação inicial entre os grupos no momento basal (pré-anestésico) foi realizada pelo t de Student para amostras independentes. Para avaliação do efeito do processo anestésico ao longo do tempo, foi utilizada a Análise de Variância (ANOVA) para medidas repetidas. RESULTADOS: No teste do MiniMental os grupos apresentaram comportamento semelhante sendo notado aumento de escores ao longo do tempo. No teste de Fluência Verbal, em ambos os grupos os escores mantiveram-se praticamente inalterados. No teste de Lembrança Numérica o comportamento dos grupos foi muito semelhante ao longo do seguimento sendo que os escores aumentaram em ambos os grupos. CONCLUSÕES: Não foi detectado declínio de cognição ou de memória no pós-operatório de idosos de 60 a 80 anos de ambos os sexos, submetidos à anestesia geral com duração de 3 a 7 horas. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La anestesia general y la función mental han sido objetivos de estudios y consideraciones, especialmente por el sentimiento de que ella, particularmente en paciente de edad avanzada, podría inducir alteraciones en la cognición y en la memoria. El objetivo de esa pesquisa fue evaluar el efecto de la anestesia general en la cognición y en la memoria del paciente de edad avanzada correlacionándola al sexo, a la edad y al tiempo de anestesia. M (mais) ÉTODO: Estudio de coorte controlado realizado en pacientes categorizados en dos grupos de observación: a- anestésico; b- clínicos (controle). Las variables del resultado consideradas fueron los escores del teste MiniMental, del teste de Fluencia Verbal y del test de Recuerdo Numérico. Anestesia general con halotano, isoflurano, sevoflurano, tiopental, propofol, etomidato, fentanil alfentanil, succinilcolina atracúrio, pancuronio. Intra-operatorio con PaCO2 entre 30 y 45 mmHg y saturación de hemoglobina superior a 90% y tolerancia de PA con disminución hasta 20% del valor basal. Fueron excluidos pacientes que presentaron algún evento adverso en el intra y pos-operatorio. Datos categóricos analizados por el test del Qui-cuadrado. La comparación inicial entre los grupos en el momento basal (pre-anestésico) fue realizada por la t de Student para muestras independientes. Para evaluación del efecto del proceso anestésico a lo largo del tiempo, fue utilizado el análisis de variancia (ANOVA) para medidas repetidas. RESULTADOS: En el teste del MiniMental los grupos presentaron comportamiento semejante siendo notado aumento de escores a lo largo del tiempo. En el test de Fluencia Verbal, en ambos los grupos los escores se mantuvieron prácticamente inalterados. En el test de Recuerdo Numérico el comportamiento de los grupos fue muy semejante a lo largo del seguimiento siendo que los escores aumentaran en ambos los grupos. CONCLUSIONES: No fue detectado declinio de cognición o de memoria en el post operatorio de paciente com edad 60 a 80 años de ambos los sexos, sometidos a la anestesia general con duración de 3 a 7 horas. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: General anesthesia and mental function have been subject to studies and considerations, especially for the feeling that, especially in the elderly, it could induce changes in cognition and memory. This study aimed at evaluating the effects of general anesthesia in cognition and memory of elderly patients, correlating them to gender, age and anesthesia duration. METHODS: This is a cohort, controlled study with patients divided in two observation (mais) groups: a - anesthetic; b - clinical (control). Outcome variables studied were Mini-mental test, Verbal Fluency test and Numeric Remembrance test scores; general anesthesia with halothane, isoflurane, sevoflurane, thiopental, propofol, etomidate, fentanyl, alfentanil, succinylcholine, atracurium and pancuronium; intraoperative period with PaCO2 30 to 45 mmHg, hemoglobin saturation above 90% and blood pressure tolerance with up to 20% decrease as compared to baseline. Patients presenting any intra and postoperative adverse event were excluded from the study. Chi-square test was used for categorical data. Student’s t test for independent samples was used for initial comparison between groups at baseline moment (preanesthetic). Analysis of variance (ANOVA) for repeated measures was used to evaluate anesthetic process effects along time. RESULTS: Groups were similar in the Mini-Mental test with increased scores along time. Both groups had virtually unchanged Verbal Fluency test scores. Both groups were very similar in Numeric Remembrance test with increased scores in both groups. CONCLUSIONS: No postoperative cognition or memory decline has been observed in patients of both genders, aged 60 to 80 years, submitted to general anesthesia lasting 3 to 7 hours.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Estudo comparativo dos efeitos hemodinâmicos e ventilatórios da ventilação controlada a volume ou a pressão, em cães submetidos ao pneumoperitônio/ Hemodynamic and ventilatory effects of volume or pressure controlled ventilation in dogs submitted to pneumoperitoneum. Comparative study/ Estudio comparativo de los efectos hemodinámicos y ventilatorios de la ventilación controlada a volumen o a presión, en perros sometidos a pneumoperitoneo

Carraretto, Antonio Roberto; Vianna, Pedro Thadeu Galvão; Almeida, Armando Vieira de; Ganem, Eliana Marisa
2005-12-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A ventilação com pressão controlada (PCV) está disponível em aparelhos de anestesia, mas não existem estudos sobre o seu uso, durante o pneumoperitônio com o CO2 (PPC). O objetivo deste estudo foi avaliar a ventilação controlada a pressão bem como as alterações hemodinâmicas e ventilatórias durante o PPC, comparando-a com a ventilação controlada a volume (VCV) convencionalmente utilizada. MÉTODO: Dezesseis cães anestesiados com (mais) tiopental sódico, citrato de fentanil e brometo de pancurônio, foram divididos aleatoriamente em dois grupos: VC - ventilação controlada a volume (n = 8) e PC - ventilação controlada a pressão (n = 8) Os parâmetros hemodinâmicos e ventilatórios foram monitorizados e registrados em 4 momentos: M1 (antes do PPC), M2 (30 minutos após PPC = 10 mmHg), M3 (30 minutos após PPC = 15 mmHg) e M4 (30 minutos após a deflação do PPC). RESULTADOS: Com a aplicação do PPC ocorreu um aumento do volume corrente no grupo PC, aumento das pressões inspiratórias (máxima e de platô), diminuição da complacência proporcional ao aumento do PPC, aumento da freqüência cardíaca, manutenção da pressão arterial média com valores maiores no grupo VC em todos os momentos, aumento da pressão de átrio direito com diminuição significativa após a deflação, diminuição do pH sangüíneo durante o PPC com menor variação no grupo PC, maior estabilidade da pressão parcial do CO2 no sangue arterial no grupo PC, sem alterações da pressão parcial do O2 no sangue arterial. CONCLUSÕES: Apesar das diferenças de alguns parâmetros hemodinâmicos e ventilatórios, entre os dois modos de controle da ventilação, nas condições estudadas foi possível a utilização da ventilação controlada a pressão para procedimentos com a aplicação do PPC. É fundamental observar o controle rigoroso da ventilação alveolar, ajustando a pressão inspiratória para manter eliminação adequada do CO2 e garantir oxigenação. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La ventilación con presión controlada (PCV) está disponible en aparatos de anestesia, pero no existen estudios sobre su uso, durante el pneumoperitoneo con el CO2 (PPC). La finalidad de este estudio ha sido evaluar la ventilación controlada a presión, también como las alteraciones hemodinámicas y ventilatorias durante el PPC, comparándola con la ventilación controlada a volumen (VCV) convencionalmente utilizada. MÉTODO: Dieciséis perr (mais) os anestesiados con tiopental sódico, citrato de fentanil y bromuro de pancuronio, fueron divididos eventualmente en dos grupos: VC - ventilación controlada a volumen (n = 8) y PC - ventilación controlada a presión (n = 8) Los parámetros hemodinámicos y ventilatorios fueron monitorizados y registrados en 4 momentos: M1 (antes del PPC), M2 (30 minutos después del PPC = 10 mmHg), M3 (30 minutos después del PPC = 15 mmHg) y M4 (30 minutos después de la deflación del PPC). RESULTADOS: Con la aplicación del PPC ocurrió un aumento del volumen corriente en el grupo PC, aumento de las presiones inspiratorias (máxima y de plato), disminución de la complacencia proporcional al aumento del PPC, aumento de la frecuencia cardiaca, mantenimiento de la presión arterial media con valores mayores en el grupo VC en todos los momentos, aumento de la presión del atrio derecho con disminución significativa después de la deflación, disminución del pH sanguíneo durante el PPC con menor variación en el grupo PC, mayor estabilidad de la presión parcial del CO2 en la sangre arterial en el grupo PC, sin alteraciones de la presión parcial de la O2 en la sangre arterial. CONCLUSIONES: A pesar de las diferencias de algunos parámetros hemodinámicos y ventilatorios, entre los dos modos de control de la ventilación, en las condiciones estudiadas fue posible la utilización de la ventilación controlada a presión para procedimientos con la aplicación del PPC. Es fundamental observar el control riguroso de la ventilación alveolar, ajustando la presión inspiratoria para mantener una eliminación adecuada del CO2 y garantizar oxigenación. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Pressure controlled ventilation (PCV) is available in anesthesia machines, but there are no studies on its use during CO2 pneumoperitoneum (CPP). This study aimed at evaluating pressure-controlled ventilation and hemodynamic and ventilatory changes during CPP, as compared to conventional volume controlled ventilation (VCV). METHODS: This study involved 16 dogs anesthetized with thiopental, fentanyl and pancuronium, which were randomly assigned t (mais) o two groups: VC - volume controlled ventilation (n=8) and PC - pressure controlled ventilation (n=8). Hemodynamic and ventilatory parameters were monitored and recorded in 4 moments: M1 (before CPP), M2 (30 minutes after CPP = 10 mmHg), M3 (30 minutes after CPP=15 mmHg) and M4 (30 minutes after deflation). RESULTS: With CPP, there has been significant increase in tidal volume in PC group; there has been increase in airway pressures (peak and plateau), decrease in compliance with increase in CPP pressure, increase in heart rate, maintenance of mean blood pressure with higher values in the VC group in all stages; there was also increase in right atrium pressure with significant decrease after deflation, decrease in arterial pH with minor variations in PC group, greater arterial pCO2 stability in PC group, and no significant changes in arterial pO2. CONCLUSIONS: There were some differences in hemodynamic and ventilatory data between both ventilation control modes (VC and PC). It is possible to use pressure controlled ventilation during CPP, but the anesthesiologist must monitor and take a close look at alveolar ventilation, adjusting inspiratory pressure to ensure proper CO2 elimination and oxygenation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Efeitos hemodinâmicos e renais da injeção de doses elevadas de clonidina no espaço peridural do cão/ Hemodynamic and renal effects of high epidural clonidine doses in dogs/ Efectos hemodinámicos y renales de la inyección de dosis elevadas de clonidina en el espacio peridural del perro

Roso, Nilson Camargo; Vianna, Pedro Thadeu Galvão; Castiglia, Yara Marcondes Machado; Braz, José Reinaldo Cerqueira
2005-06-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Não existem estudos que relatem as repercussões renais determinadas pela injeção de doses elevadas de clonidina no espaço peridural. O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos hemodinâmicos e renais determinados pela injeção de doses elevadas de clonidina no espaço peridural do cão. MÉTODO: Vinte animais anestesiados com tiopental sódico e fentanil foram distribuídos aleatoriamente e de forma duplamente encoberta em dois grupos: Gr (mais) upo 1 ou placebo (n = 10), que recebeu 0,2 mL.kg-1 de solução fisiológica, e Grupo 2 ou clonidina (n = 10), que recebeu 0,2 mL.kg-1 de uma solução contendo 50 µg.mL-1 de clonidina, no espaço peridural. Foram avaliados os seguintes parâmetros hemodinâmicos: freqüência cardíaca (FC): bat.min-1; pressão arterial média (PAM): mmHg; pressão da artéria pulmonar ocluida (PAOP): mmHg; débito cardíaco (DC): L.min-1; volume sistólico (VS): mL; também, os seguintes parâmetros da função renal foram avaliados: fluxo sangüíneo renal (FSR): mL.min-1; resistência vascular renal (RVR): mmHg.mL-1.min; volume urinário minuto (VUM): mL.min-1; depuração de creatinina (D Cr): mL.min-1; depuração de para-aminohipurato (D PAH): mL.min-1; fração de filtração (FF); depuração de sódio (D Na): mL.min-1; depuração de potássio (D K): mL.min-1; excreção fracionária de sódio (EF Na): %; excreção urinária de sódio (U NaV): µEq.min-1; excreção urinária de potássio (U K V): µEq.min-1. O experimento consistiu em três momentos de 20 minutos cada. Os dados foram coletados aos 10 minutos de cada momento e a diurese, no início e no final de cada momento. Ao término de M1, a clonidina ou a solução fisiológica foi administrada no espaço peridural. Após período de 20 minutos iniciou-se M2 e, em seguida, M3. RESULTADOS: A clonidina na dose de 10 µg.kg-1 no espaço peridural do cão promoveu alterações significativas, com diminuições da freqüência cardíaca e do débito cardíaco e aumento da relação depuração de para-aminohipurato de sódio/débito cardíaco. CONCLUSÕES: Nas condições realizadas e nas doses empregadas, pode-se concluir que a clonidina não promoveu alteração da função renal, mas diminuiu valores hemodinâmicos (freqüência e débito cardíaco). Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: No existen estudios que relaten las repercusiones renales determinadas por la inyección de dosis elevadas de clonidina en el espacio peridural. La finalidad del estudio fue evaluar los efectos hemodinámicos y renales determinados por la inyección de dosis elevadas de clonidina en el espacio peridural del perro. MÉTODO: Veinte animales anestesiados con tiopental sódico y fentanil fueron distribuidos eventualmente y de forma doblemente encubi (mais) erta en dos grupos: Grupo 1 ó placebo (n = 10), que recibió 0,2 mL.kg-1 de solución fisiológica, y Grupo 2 ó clonidina (n = 10), que recibió 0,2 mL.kg-1 de una solución conteniendo 50 µg.mL-1 de clonidina, en el espacio peridural. Fueron evaluados los siguientes parámetros hemodinámicos: frecuencia cardiaca (FC): lat.min-1; presión arterial media (PAM): mmHg; presión de la arteria pulmonar ocluida (PAOP): mmHg; débito cardíaco (DC): L.min-1; volumen sistólico (VS): mL; también, los siguientes parámetros de la función renal fueron evaluados: flujo sanguíneo renal (FSR): mL.min-1; resistencia vascular renal (RVR): mmHg.mL-1.min; volumen urinario minuto (VUM): mL.min-1; depuración de creatinina (DCr): mL.min-1; depuración de para-aminohipurato (DPAH): mL.min-1; fracción de filtración (FF); depuración de sodio (DNa): mL.min-1; depuración de potasio (DK): mL.min-1; excreción fraccionaria de sodio (EFNa): %; excreción urinaria de sodio (UNaV): µEq.min-1; excreción urinaria de potasio (UKV): µEq.min-1. El experimento consistió en tres momentos de 20 minutos cada uno. Los datos fueron colectados a los 10 minutos de cada momento y la diuresis, en el inicio y al final de cada momento. Al término de M1, la clonidina o la solución fisiológica fue administrada en el espacio peridural. Después de un período de 20 minutos en M2 y en seguida en el M3. RESULTADOS: La clonidina en la dosis de 10 µg.kg-1 en el espacio peridural del perro promovió alteraciones significativas, con disminuciones de la frecuencia cardiaca y del débito cardíaco y aumento de la relación depuración de para-aminohipurato de sodio/débito cardíaco. CONCLUSIONES: En las condiciones realizadas y en las dosis empleadas, se puede concluir que la clonidina no promovió alteración de la función renal, pero disminuyó valores hemodinámicos (frecuencia y débitos cardíacos). Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: There are no studies reporting renal effects promoted by high epidural clonidine doses. This study aimed at evaluating hemodynamic and renal effects of high epidural clonidine doses in dogs. METHODS: This double-blind randomized study involved 20 animals anesthetized with sodium thiopental and fentanyl, which were distributed in two groups: Group 1 or placebo (n = 10), receiving 0.2 mL.kg-1 saline, and Group 2 or clonidine (n = 10), receiving 0. (mais) 2 mL.kg-1 of a solution with 50 µg.mL-1 clonidine in the epidural space. The following hemodynamic parameters were evaluated: heart rate (HR): beat.min-1; mean blood pressure (MBP): mmHg; pulmonary capillary wedge pressure (PCWP): mmHg; cardiac output (CO): L.min-1; and systolic volume (SV): mL. The following renal function parameters were also evaluated: renal blood flow (RBF) mL.min-1; renal vascular resistance (RVR): mmHg.mL-1; urinary minute volume (UMV): mL.min-1; creatinine clearance (C Cr): mL.min-1; para-aminohippurate clearance (C PAH): mL.min-1; filtration fraction (FF); sodium clearance (C NA): mL.min-1; potassium clearance (C K): mL.min-1; sodium fractional excretion (FE NA): %; sodium urinary excretion (U NA V): µEq.min-1; potassium urinary excretion (U K V): µEq.min-1. Experiment consisted of three 20-minute moments. Data were collected at 10 minutes of each moment and diuresis was measured in the beginning and end of each moment. At the end of M1, clonidine or saline were epidurally injected. After 20 minutes data were repeated in M2 and M3. RESULTS: Epidural 10 µg.kg-1 clonidine in dogs has promoted significant changes with decreased heart rate and cardiac output and increased sodium para-aminophurate clearance/cardiac output ratio. CONCLUSIONS: In our conditions and doses, clonidine has not promoted renal function changes, but has decreased hemodynamic parameters (heart rate and cardiac output).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Experiência clínica com o uso de sedativos em terapia intensiva: estudo retrospectivo/ Clinical experience with sedatives in the intensive care unit: a retrospective study/ Experiencia clínica con el uso de sedativos en la terapia intensiva: estudio retrospectivo

Rodrigues Júnior, Geraldo Rolim; Amaral, José Luiz Gomes do
2002-11-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Dentre as indicações mais freqüentes de sedação em pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) estão a instituição e a manutenção de ventilação artificial, a ansiedade e procedimentos desconfortáveis ou dolorosos. O objetivo deste estudo retrospectivo foi verificar as indicações e as técnicas mais comuns de sedação em pacientes graves internados na Unidade de Terapia Intensiva Cirúrgica da Escola Paulista de Me (mais) dicina (EPM/UNIFESP) durante um período de 11 meses. MÉTODO: Após terem sido excluídos os pacientes que permaneceram na UTI menos de 24 horas ou estavam sem exames indispensáveis para o cálculo do índice de gravidade (APACHE II), a amostra ficou reduzida a 307 pacientes. Foram analisadas as técnicas mais utilizadas, as indicações de sedação e a associação de bloqueadores neuromusculares. RESULTADOS: A sedação foi administrada em 37,4% dos pacientes. Entre as indicações de sedação estão os distúrbios de natureza psiquiátrica, como delírio, agitação, medo e ansiedade. Estas corresponderam a 25,77% de todas as indicações. A maioria dos pacientes ventilados artificialmente também necessita de sedativos. Instalação e manutenção de ventilação mecânica corresponderam à maioria das indicações, em torno de 57,73% dentre os pacientes sedados. Procedimentos como intubação traqueal e broncoscopia tiveram 11,34% das indicações e controle do metabolismo (coma barbitúrico e tétano), 5,15%. As técnicas mais comumente utilizadas incluíram opióides isolados ou associados a benzodiazepínicos. Neste estudo, o fentanil foi utilizado em 58% das técnicas, isoladamente, e em 21,64% associado ao midazolam. Haloperidol, diazepam, propofol e tiopental somaram 19,5%. Bloqueadores neuromusculares foram utilizados em 22,7% dos casos em pacientes ventilados artificialmente. CONCLUSÕES: A sedação é recurso terapêutico freqüente em Terapia Intensiva, comumente utilizada para facilitar a ventilação artificial e tratar os problemas de natureza psiquiátrica. Fentanil, isoladamente ou em associação com midazolam, foi o agente mais utilizado. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Entre las indicaciones más frecuentes de sedación en pacientes internados en Unidades de Terapia Intensiva (UTI) están la institución y la manutención de ventilación artificial, la ansiedad y procedimientos desconfortables o dolorosos. El objetivo de este estudio retrospectivo fue verificar las indicaciones y las técnicas más comunes de sedación en pacientes graves internados en la Unidad de Terapia Intensiva Quirúrgica de la Escuela P (mais) aulista de Medicina (EPM/UNIFESP) durante un período de 11 meses. MÉTODO: Después de haber sido excluidos los pacientes que permanecieron en la UTI menos de 24 horas o estaban sin exámenes indispensables para el cálculo del índice de gravedad (APACHE II), la muestra quedó reducida a 307 pacientes. Fueron analizadas las técnicas más utilizadas, las indicaciones de sedación y la asociación de bloqueadores neuromusculares. RESULTADOS: La sedación fue administrada en 37,4% de los pacientes. Entre las indicaciones de sedación están los disturbios de naturaleza psiquiátrica, como delirio, agitación, miedo y ansiedad. Éstas correspondieron a 25,77% de todas las indicaciones. La mayoría de los pacientes ventilados artificialmente también necesita de sedativos. Instalación y manutención de ventilación mecánica correspondieron a la mayoría de las indicaciones, alrededor de 57,73% de los pacientes sedados. Procedimientos como intubación traqueal y broncoscopia tuvieron 11,34% de las indicaciones y control del metabolismo (coma barbitúrico y tétano), 5,15%. Las técnicas mas comúnmente utilizadas incluyeron opioides aislados o asociados a benzodiazepínicos. En este estudio, el fentanil fue utilizado en 58% de las técnicas, aisladamente, y en 21,64% asociado al midazolam. Haloperidol, diazepam, propofol y tiopental sumaron 19,5%. Bloqueadores neuromusculares fueron utilizados en 22,7% de los casos en pacientes ventilados artificialmente. CONCLUSIONES: La sedación es un recurso terapéutico frecuente en la Terapia Intensiva, comúnmente utilizada para facilitar la ventilación artificial y tratar los problemas de naturaleza psiquiátrica. Fentanil, aisladamente o en asociación con midazolam, fue el agente más utilizado. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Among the most frequent indications for Intensive Care Unit patients sedation, one may mention artificial ventilation installation and maintenance, anxiety and uncomfortable or painful procedures. This retrospective study aimed at evaluating most common sedation indications and techniques for severe patients admitted to the Surgical Intensive Care Unit, Escola Paulista de Medicina (EPM/UNIFESP) during an 11-month period. METHODS: After excluding (mais) patients remaining in the ICU for less than 24 hours and those without the necessary evaluation to determine their severity index (APACHE II), the sample was reduced to 307 patients. Most common techniques, sedation indications and neuromuscular blockers association were evaluated. RESULTS: Sedation was administered to 37.4% of patients. Psychiatric disorders, such as delirium, agitation, fear and anxiety, were some indications for sedation and corresponded to 25.77% of all indications. Most ventilated patients also needed sedative agents and mechanical ventilation installation and maintenance represented most indications, or approximately 57.73% of all sedated patients. Procedures, such as tracheal intubation and bronchoscopy, represented 11.34% of all indications and metabolic control (barbiturate coma and tetanus) represented 5.15% of the cases. Most common sedative techniques included opioids alone or associated to benzodiazepines. In this study, fentanyl alone was used in 58% of the cases, and fentanyl plus midazolam in 21.64% of patients. Haloperidol, diazepam, propofol and thiopental added up 19.5%. Neuromuscular blockers were used in 22.7% of mechanically in ventilated patients. CONCLUSIONS: Sedation is a common therapeutic resource for intensive care and is widely used to help mechanical ventilation and to treat psychiatric disorders. Fentanyl, alone or in association with midazolam, was the most widely used agent.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Efeitos hemodinâmicos da intoxicação aguda com bupivacaína, levobupivacaína e mistura com excesso enantiomérico de 50%: estudo experimental em suínos/ Hemodynamic effects of the acute intoxication with bupivacaine, levobupivacaine and 50% enantiomeric excess mixture: an experimental study in pigs/ Efectos hemodinámicos de la intoxicación aguda con bupivacaína, levobupivacaína y mezcla con exceso enantiomérico de 50%: estudio experimental en cerdos

Udelsmann, Artur; Lorena, Sílvia Elaine Rodolfo de Sá; Girioli, Samira Ubaid; Silva, William Adalberto; Moraes, Ana Cristina de
2007-02-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Até recentemente, a bupivacaína tem sido o anestésico de escolha nos bloqueios locorregionais em razão da qualidade da anestesia proporcionada e pela sua duração. Apesar disso, sua toxicidade cardiovascular preocupa os anestesiologistas que procuram novas opções farmacológicas com menor grau desse inconveniente. Uma destas é o seu isômero levógiro, a levobupivacaína, que por uma menor afinidade aos receptores dos canais de sódio da (mais) célula cardíaca, seria menos cardiotóxica. Em nosso meio está disponível a apresentação contendo 75% do isômero levógiro e 25% do isômero dextrógiro, denominada mistura com excesso enantiomérico de 50%. O objetivo deste estudo foi avaliar as repercussões hemodinâmicas da injeção intravascular de dose tóxica desses três agentes, buscando encontrar qual deles tem menor impacto em caso de acidente. MÉTODO: Suínos da raça Large White foram anestesiados com tiopental, intubados e ventilados mecanicamente, sendo em seguida instalada monitorização hemodinâmica com cateter de Swan-Ganz e pressão invasiva para estudo das variáveis hemodinâmicas. Após repouso, foram divididos de forma aleatória em três grupos e realizada intoxicação duplamente encoberta com um dos agentes na dose de 4 mg.kg-1. Os resultados hemodinâmicos foram avaliados durante 30 minutos. Aos resultados foram aplicados testes estatísticos para comparação entre os grupos. RESULTADOS: A mistura com excesso enantiomérico de 50% e a levobupivacaína causaram maiores repercussões hemodinâmicas do que a mistura racêmica, sendo estas mais pronunciadas com o primeiro agente. Esses resultados se opõem aos encontrados em humanos, sobretudo quando da utilização do isômero levógiro puro, mas estão de acordo com resultados recentes também em animais. Extrapolar dados obtidos em suínos para seres humanos exige muita cautela e novos estudos são necessários. CONCLUSÔES: Em suínos, a mistura com excesso enantiomérico de 50% particularmente, e a levobupivacaína mostraram-se mais tóxicas quando administradas por via venosa do que a bupivacaína racêmica. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La bupivacaína ha sido hasta hace poco tiempo el anestésico por elección en los bloqueos loco-regionales en razón de la calidad de la anestesia proporcionada y por su duración. A pesar de eso, su toxicidad cardiovascular preocupa a los anestesiólogos que buscan nuevas opciones farmacológicas con un menor grado de ese inconveniente. Una de ellas es su isómero levógiro, la levobupivacaína, que por una menor afinidad con los receptores de (mais) los canales de sodio de la célula cardiaca, sería menos cardiotóxica. En nuestro medio está disponible la presentación que contiene un 75% del isómero levógiro y un 25% del isómero dextrógiro, denominada mezcla con exceso enantiomérico de 50%. El objetivo de este estudio fue el de evaluar las repercusiones hemodinámicas de la inyección intravascular de dosis tóxica de esos tres agentes, buscando encontrar cuál de ellos registra un menor impacto en caso de accidente. MÉTODO: Cerdos de la raza Large White fueron anestesiados con tiopental, intubados y ventilados mecánicamente, siendo a continuación instalada la monitorización hemodinámica con catéter de Swan-Ganz y presión invasiva para estudio de las variables hemodinámicas. Después del reposo, fueron divididos aleatoriamente en tres grupos y realizada intoxicación doble encubierta con uno de los agentes en dosis de 4 mg.kg-1. Los resultados hemodinámicos fueron evaluados durante 30 minutos. A los resultados se les aplicó pruebas estadísticas para la comparación entre los grupos. RESULTADOS: La mezcla con exceso enantiomérico de 50% y la levobupivacaína causaron mayores repercusiones hemodinámicas que la mezcla racémica, siendo esas más fuertes con el primer agente. Esos resultados se oponen a los ya encontrados en humanos, particularmente cuando se utiliza el isómero levógiro puro, pero están a tono con los resultados recientes también obtenidos en animales. Rebasar los datos obtenidos en cerdos con los obtenidos en seres humanos, exige mucha cautela y nuevos estudios se hacen necesarios. CONCLUSIONES: En cerdos, la mezcla con exceso enantiomérico de 50% particularmente, y la levobupivacaína fueron más tóxicas cuando se administraron por vía venosa que la bupivacaína racémica. Resumo em inglês BACKGROUND AND METHODS: Until recently, bupivacaine had been the anesthetic of choice for loco-regional blocks due to the quality and duration of the anesthesia. But its cardiovascular toxicity is a source of concern for anesthesiologists who seek new pharmacological options with a smaller degree of this problem. Its levorotatory isomer, levobupivacaine, that would be less cardiotoxic due a smaller affinity for the receptors of the sodium channels of the cardiac cell, is (mais) one of these options. In Brazil, a presentation containing 75% of the levorotatory isomer and 25% of the dextrorotatory isomer, called 50% enantiomeric excess mixture is available. The aim of this study was to evaluate the hemodynamic repercussions of the intravascular injection of a toxic dose of those three agents to determine which one has the least impact in the case of an accident. METHODS: Large White pigs were anesthetized with thiopental, intubated, and placed on mechanical ventilation. Hemodynamic monitoring was achieved with a Swan-Ganz catheter and invasive blood pressure. After a period of rest, the animals were randomly divided in three groups. The intoxication was performed, on a double-blind fashion, with 4 mg.kg-1 of one of the drugs. Hemodynamic parameters were evaluated during 30 minutes. Analytical tests were used to compare the results among the groups. RESULTS: The 50% enantiomeric excess mixture and levobupivacaine had greater hemodynamic repercussions than the racemic mixture, which were more pronounced with the first drug. These results go against those found in humans, especially regarding the pure levorotatory isomer, but are similar to recent results reported in animals. One should be careful when extrapolating the data obtained in pigs to humans and further studies are necessary. CONCLUSIONS: In pigs, the 50% enantiomeric excess mixture, in particular, and levobupivacaine were more toxic when administered intravenously than racemic bupivacaine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Índice de mortalidade durante procedimentos anestésicos: estudo retrospectivo (1996-2006)/ Mortality rate during anesthesia: retrospective study (1996-2006)

Corrêa, André Luís; Oleskovicz, Nilson; Moraes, Aury Nunes de
2009-12-01

Resumo em português O objetivo deste estudo é reportar a incidência de óbitos anestésico-cirúrgicos durante um período de 11 anos (1996-2006), no qual não eram realizados exames complementares e/ou laboratoriais previamente ao encaminhamento para anestesia. Dessa forma, realizou-se um estudo retrospectivo, avaliando-se as fichas anestésicas utilizadas durante os procedimentos realizados no Hospital de Clínica Veterinária (HCV) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). An (mais) alisaram-se 7.012 procedimentos anestésicos, sendo 5.500 (78,4%) realizados em cães e 1.512 (21,6%) em gatos, submetidos à anestesia geral. Os óbitos considerados foram os ocorridos durante os períodos trans-anestésico e o pós-operatório imediato, não sendo levada em consideração a classificação da American Society of Anesthesiologists (ASA), a idade dos pacientes, o sexo ou procedimento cirúrgico realizado. Todos os animais foram submetidos aos procedimentos anestésico-cirúrgicos somente com avaliação clínica pré-anestésica, sem exames complementares prévios, e foram monitorados no período trans-anestésico, tomando-se como base a anestesia clínica. Nesse período, observaram-se 63 óbitos decorrentes da anestesia, sendo 49 em cães (77,8%) e 14 em gatos (22,2%). O índice de mortalidade observado em cães foi de 0,89% e, em gatos, de 0,92%. O protocolo anestésico com maior índice de mortalidade em cães foi a associação atropina, xilazina, tiopental e halotano (20,4%), não havendo um protocolo de destaque em relação a esse índice nos gatos. Os fármacos associados com maior taxa de mortalidade foram diazepam, etomidato e isofluorano, tanto para cães, quanto para gatos, quando analisados individualmente. Resumo em inglês The aim of this study is to report the incidence of surgical anesthetic deaths during an 11-year period (1996 to 2006), because during these years, no complementary or laboratorial exams were realized previously to the anesthetic procedure. A retrospective study was carried out, evaluating the anesthetic records used during the anesthetic procedures at the Veterinary Clinical Hospital/Santa Catarina State University. A total of 7012 anesthetic procedures were evaluated, f (mais) rom which 5500 (78.4%) performed in dogs and 1512 (21.6%) in cats, submitted to general anesthesia. The deaths included in this study occurred during the trans-anesthetic or immediate postoperative period. The American Society of Anesthesiologists (ASA) classification, patients' age, sex or the surgical procedure accomplished were not taken in consideration. All the animals were submitted to the anesthetic-surgical procedures only with pre-anesthetic clinical evaluation, with no previous complementary data, and they were monitored in the trans-anesthetic period based on clinical anesthesia. In this period, 63 deaths were observed during the anesthetic period, from these, 49 in dogs (77.8%) and 14 in cats (22.2%). The mortality rate observed in dogs was 0.89% and in cats, 0.92%. In conclusion, the anesthetic protocol with higher mortality rate in dogs was the association atropine, xylazine, thiopental and halothane (20.4%), with no protocol specially related to this rate in cats. The drugs associated with larger mortality rate were diazepam, etomidate and isoflurane for dogs and cats, when analyzed individually.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Efeitos hemodinâmicos da intoxicação aguda com bupivacaína e a mistura enantiomérica: estudo experimental em suínos/ Haemodynamic effects of intoxication with bupivacaine and enantiomeric excess mixture: experimental study in swine

Udelsmann, Artur; Lorena, Sílvia Elaine Rodolfo de Sá; Girioli, Samira Ubaid; Silva, William Adalberto; Moraes, Ana Cristina de
2007-01-01

Resumo em português OBJETIVOS: A bupivacaína racêmica tem sido o anestésico local de escolha nos bloqueios regionais pela qualidade e duração de sua anestesia. Sua cardiotoxicidade é motivo de preocupações, e pesquisas têm sido realizadas para encontrar drogas com menor impacto. Seu isômero levógiro, a levobupivacaína, seria menos cardiotóxico pela menor afinidade aos receptores dos canais de sódio do coração, e é uma opção. Em nosso país, uma apresentação contendo 75% (mais) do isômero levógiro e 25% do isômero dextrógiro, denominada mistura enantiomérica, está disponível. O objetivo deste estudo foi comparar as repercussões hemodinâmicas da injeção intravascular de uma dose tóxica destes dois agentes em suínos. MÉTODOS: Suínos da raça Large White foram anestesiados com tiopental, entubados e ventilados mecanicamente, sendo, em seguida, instalada monitorização hemodinâmica com pressão invasiva e cateter de Swan-Ganz numa artéria pulmonar. Após repouso de 30 minutos, os animais foram divididos aleatoriamente em dois grupos, e foi realizada em duplo-cego intoxicação com um dos agentes na dose de 4 mg/kg. Os resultados hemodinâmicos foram avaliados então a um minuto, aos cinco, 10, 15, 20 e 30 minutos. RESULTADOS: A mistura enantiomérica causou maiores repercussões hemodinâmicas do que a bupivacaína racêmica. Estes resultados se opõem aos encontrados em humanos com o isômero levógiro, mas estão de acordo com achados recentes em animais. Extrapolar resultados de animais para seres humanos requer cautela, e novas pesquisas são necessárias. CONCLUSÃO: Em suínos, a mistura enantiomérica mostrou-se mais tóxica do que a bupivacaína racêmica, quando grandes doses são injetadas por via endovenosa. Resumo em inglês BACKGROUND: Racemic bupivacaine has been the local anaesthetic of choice in regional blocks due to quality and duration of anesthesia. However its cardiovascular toxicity has been a source of concern and research has been made for lesser impact drugs. One choice is its levogyre isomer, levobupivacaine, apparently less cardiotoxic due a lower affinity to the heart sodium channels. In Brazil, a drug containing 75% of levogyre isomer and 25% of dextrogyre isomer, called enan (mais) tiomeric excess mixture, is available. This study intends to evaluate haemodynamic effects of the intravascular injection of a toxic dose of both agents in swine. METHODS: Large White pigs were anaesthetized with thiopental, intubated and placed on mechanical ventilation. Haemodynamic monitoring was performed with an invasive blood pressure and Swan-Ganz catheter on a pulmonary artery. After a 30 minute rest period, animals were randomly divided in two groups and the intoxication was performed on a double-blind method with 4 mg.kg-1 of one of the drugs. Haemodynamic parameters were then evaluated at 1, 5, 10, 15, 20 and 30 minutes. RESULTS: The enantiomeric excess mixture caused greater haemodynamic effects than the racemic bupivacaine. These results diverge from those found in humans with levogyre isomer but are similar to recent results reported in animals. Care should be taken when extrapolating data obtained in swine to humans and further research is necessary. CONCLUSION: When high doses are injected in swine, the enantiomeric excess mixture was more toxic than the racemic bupivacaine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

O Conhecimento de diferenças raciais pode evitar reações idiossincrásicas na anestesia?/ Could the understanding of racial differences prevent idiosyncratic anesthetic reactions?/ El conocimiento de diferencias raciales puede evitar reacciones idiosincrásicas en la anestesia?

Vale, Nilton Bezerra do; Delfino, José; Vale, Lúcio Flávio Bezerra do
2003-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: No campo da variabilidade inter-étnica da resposta de drogas anestésicas e adjuvantes existem várias questões sem resposta. Estamos na iminência de sermos capazes de identificar diferenças raciais herdadas que podem prever a resposta de cada paciente aos anestésicos pelo atual desenvolvimento farmacogenético. CONTEÚDO: O conhecimento de fatores inter-étnicos que alteram a resposta à droga permitirá ao anestesiologista evitar reaçõe (mais) s idiossincrásicas: (1) Branco caucasiano - aumento do efeito diurético da dopamina; apnéia prolongada após succinilcolina ou mivacúrio; arritmias cardíacas após uso de halotano e catecolaminas na síndrome de Riley-Day; ataques agudos de porfiria após tiopental. (2) Negro americano: diferentes abordagens terapêuticas, hipertensão arterial essencial advêm da pior resposta aos anti-hipertensivos de IECA, inibidores do AT1, bloqueadores beta e à clonidina, contrastando com a melhor resposta anti-hipertensiva dos diuréticos, antagonistas de canais de cálcio e clarvedilol; ação vasodilatadora atenuada do isoproterenol (beta2) e uma maior resposta vasodilatadora à nitroglicerina sublingual; menor ação fibrinolítica do t-PA; recuperação mais lenta da anestesia venosa pela associação de remifentanil e propofol; menor glicuronidação do paracetamol e menos analgesia da codeína nos fracos metabolizadores (CYP2D6); a melanina retarda o início da analgesia epidérmica do creme anestésico EMLA; menor midríase pela adrenalina; maior broncoespasmo à metacolina em crianças asmáticas; deficit da G-6-PD nas hemácias eleva o risco de hemólise a drogas oxidativas (10% da população negra). (3) Asiáticos: alterações cinéticas tóxicas da meperidina e codeína; maior duração da ansiólise do diazepam; espasmo coronariano pela injeção de metilergonovina no pós-parto; inter-relação do receptor GABA, das desidrogenases e do comportamento de beber nipônico, contribui para sua maior sensibilidade etanólica. Isoenzimas do citocromo P450 apresentam polimorfismo genético no metabolismo de neuropsicotrópicos e a lenta acetilação da N-acetiltransferase na população equatorial (95%) aumenta a toxicidade de isoniazida e hidralazina. CONCLUSÕES: A presente revisão pretende dar algumas respostas específicas na área da idiossincrasia anestésica relacionada ao efeito da etnicidade sobre a farmacocinética, a farmacodinâmica das drogas e a segurança do paciente cirúrgico, objetivando otimizar uma neuropsicofarmacologia mais individualizada. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: En el campo de la variabilidad inter-étnica de la respuesta de drogas anestésicas y coadyuvantes existen varias cuestiones sin respuesta. Estamos en la inminencia de ser o no capaces de identificar diferencias raciales heredadas que pueden prever la respuesta de cada paciente a los anestésicos por el actual desenvolvimiento farmacogenético. CONTENIDO: El conocimiento de factores inter-étnicos que alteran la respuesta a la droga permitirá a (mais) l anestesiologista evitar reacciones idiosincrásicas: (1) Blanco caucasiano - aumento del efecto diurético de la dopamina; apnea prolongada después de succinilcolina o mivacúrio; arritmias cardíacas después del uso de halotano y catecolaminas en la síndrome de Riley-Day; ataques agudos de porfiria después de tiopental. (2) Negro americano: diferentes abordajes terapéuticas, hipertensión arterial esencial adviene de la peor respuesta a los anti-hipertensivos de IECA, inhibidores del AT1, bloqueadores beta y a la clonidina, contrastando con la mejor respuesta anti-hipertensiva de los diuréticos, antagonistas de canales de calcio y clarvedilol; acción vasodilatadora atenuada del isoproterenol (beta2) y una mayor respuesta vasodilatadora a la nitroglicerina sublingual; menor acción fibrinolítica del t-PA; recuperación mas lenta de la anestesia venosa por la asociación de remifentanil y propofol; menor glucuronidación del paracetamol y menos analgesia de la codeína en los flacos matabolizadores (CYP2D6); la melanina retarda el inicio de la analgesia epidérmica de la crema anestésica EMLA; menor midriasis por la adrenalina; mayor broncoespasmo a la metacolina en niños asmáticos; deficit de la G-6-PD en las hemácias eleva el riesgo de hemólisis a drogas oxidativas (10% de la población negra). (3) Asiáticos: alteraciones cinéticas tóxicas de la meperidina y codeína; mayor duración de la ansiólisis del diazepam; espasmo coronariano por la inyección de metilergonovina en el pós-parto; inter-relación del receptor GABA, de las desidrogenasis y del comportamiento de beber nipónico, contribuye para su mayor sensibilidad etanólica. Isoenzimas del citocromo P450 presentan polimorfismo genético en el metabolismo de neuropsicotrópicos y a lenta acetilación de la N-acetiltransferasis en la población ecuatorial (95%) aumenta a toxicidad de isoniazida e hidralazina. CONCLUSIONES: La presente revisión pretende dar algunas respuestas específicas en la área de la idiosincrasia anestésica relacionada al efecto de la etnicidad sobre la farmacocinética, la farmacodinámica de las drogas y a la seguridad del paciente quirúrgico, objetivando optimizar una neuropsicofarmacologia más individualizada. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: There are several unanswered questions about the interethnic variability in anesthetic and adjuvant drugs responses. Current pharmacogenetic developments are taking us to the verge of being able to identify inherited racial differences which could predict individual patient’s anesthetic response. CONTENTS: The understanding of interethnic factors affecting drug response will allow anesthesiologists to prevent idiosyncratic reactions: (1) Caucas (mais) ian: increased dopamine diuretic effect; prolonged apnea following succinylcholine or mivacurium; cardiac arrhythmias after halothane and catecholamines in Riley-Day syndrome; acute porphyria episodes after thiopental. (2) Afro-American: different therapeutic approaches, essential arterial hypertension caused by the poorert response to ACEI anti-hypertensives, AT1 blockers, beta-blockers and clonidine, contrasted with the best anti-hypertensive response of diuretics, calcium channel blockers, claverdilol; attenuated isoproterenol-mediated vasodilatation (beta2) and a better vasodilating response to sublingual nitroglycerine; lower t-PA-induced thrombolytic effect; slower recovery from intravenous anesthesia with propofol and remifentanil; less glycuronide conjugation of paracetamol and less pain relief by codeine in weak metabolizers (CYP2D6); melanin slows onset of epidermal analgesia with EMLA anesthetic cream; less epinephrine-induced mydriasis; major metacholine-induced bronchocospasm in asthmatic children; G-6-PD deficit in erythrocytes increases the risk for hemolysis to oxidative drugs in 10% of the Afro-American population. (3) Asians: toxic kinetic changes of meperidine and codeine; longer diazepam-induced anxiolysis; postpartum intravenous ergonovine-induced coronary artery spasm; inter-relationships of GABA receptor, dehydrogenases and Japanese drinking behavior contribute to their higher sensitivity to alcohol. Cytochrome P450 isoenzymes show genetic polymorphisms in neuropsychotropic drugs metabolism and the slow acetylation of N-acetyltransferase in equatorial populations (95%) increases isoniazid and hydrazine toxicity. CONCLUSIONS: This review aimed at answering specific questions in the area of anesthetic idiosyncrasy related to the effect of ethnicity on drugs’ pharmacokinetics and pharmacodynamics, in addition to surgical patients safety by optimizing a more individualized neuropsychopharmacotherapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães/ Cranial epidural anesthesia with lidocaine and morphine for sterilization campaign in dogs

Tamanho, Renato Batista; Oleskovicz, Nilson; Moraes, Aury Nunes de; Flôres, Fabíola Niederauer; Dallabrida, Ademar Luiz; Regalin, Doughlas; Carneiro, Ruiney; Pacheco, Acácio Duarte; Rosa, Ademir Cassiano da
2010-02-01

Resumo em português A castração de machos e fêmeas tem sido preconizada como a principal técnica para redução do grande número de cães errantes. No entanto, vários são os entraves com relação à escolha do melhor protocolo anestésico, em relação à eficácia, segurança e redução de custos. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar os efeitos cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da utilização de lidocaína em um volume maior, associada à morfina, pela vi (mais) a epidural em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia (OSH), com ou sem suplementação de oxigênio. Utilizaram-se 12 cadelas, com peso médio de 11,5±3,7kg e idade de um a quatro anos. Os animais receberam como medicação pré-anestésica (MPA) acepromazina (0,1mg kg-1) e meperidina (5mg kg-1), pela via intramuscular. Após 15 minutos, administrou-se tiopental (10mg kg-1), por via intravenosa, seguido de intubação endotraqueal. Nesse momento, os animais foram alocados em dois grupos: o grupo GCO (com oxigênio, n=06) recebeu suplementação de oxigênio 100% e o grupo GSO (sem oxigênio, n=06) permaneceu intubado sem suplementação de oxigênio. Após a intubação, foi administrada, pela via epidural, em ambos os grupos, morfina (0,1mg kg-1) em volume final ajustado para 1mL 3,0kg-1 de peso com lidocaína 2% sem vasoconstritor. Imediatamente após a anestesia epidural, os animais foram posicionados em decúbito dorsal com a cabeça no mesmo plano do corpo, e iniciou-se o procedimento cirúrgico, o qual foi padronizado em 30 minutos. Em ambos os grupos, foi possível realizar a cirurgia sem a necessidade de complementação analgésica e sem resposta de dor. A pressão arterial média (PAM) foi menor no GSO em todos os momentos em comparação ao basal. No GCO, a PAM foi menor após MPA e após epidural. Houve redução da f de M1 até M6 no GSO. A SaO2 e PaO2 foram maiores no GCO em comparação ao GSO. O pH foi menor no GCO 15 minutos após MPA até 40 minutos após epidural, em comparação ao GSO. Conclui-se que a anestesia epidural lombossacra com morfina e lidocaína na dose e no volume propostos é efetiva para realização de OSH em cadelas, com mínimas alterações cardiovasculares e hemogasométricas, as quais são bem toleradas em animais hígidos. Essa prática é exequível em campanhas de castração em que não há possibilidade de oxigenação dos animais. Resumo em inglês Male and female sterilization have been established as the main technique to reduce the huge number of mongrel dogs. However, there are several barriers regarding to the choice of the best anesthetic protocol, in terms of efficacy, security and cost reduction. The aim of this study was to evaluate the analgesic, cardiorespiratory and hemogasometric effects of epidural anesthesia with a large volume of lidocaine in combination with morphine in female dogs submitted to ovar (mais) iosalpingohisterectomy (OSH), with or without oxygen supplementation. Twelve adult female dogs were used, with average weight of 11.5±3.7kg and age of 1 to 4 years. The animals received acepromazine (0.1mg kg-1) and meperidine (5mg kg-1) as premedication, administered by the intramuscular route. Fifteen minutes later, thiopental (10mg kg-1) was administered by intravenous route, followed by endotracheal intubation. The animals were allocated into two groups: GCO (group with oxygen, n=06), where the animals received 100% oxygen supplementation and GSO (group without oxygen supplementation, n=6), mantained with endotracheal intubation, but without oxygen supplementation. After intubation, epidural with morphine (0,1mg kg-1), adjusted to 1mL 3kg-1 in lidocaine 2% without epinepherine was administered. Immediately after epidural administration, the animals were positioned in dorsal recumbency, with the head in the same level of the body. In both groups, surgery was performed without the need of additional analgesia and without signs of pain. Mean arterial pressure (MAP) was lower in GSO in all moments compared to baseline values. In GCO, MAP was lower after premedication and epidural anesthesia. Respiratory rate was lower from M1 to M6 in GSO. The SaO2 and PaO2 were higher in GCO when compared to GSO. The pH was lower in GCO after 15 minutes after premedication, until 40 minutes after the epidural administration, compared to GSO. It was concluded that the epidural administration using morphine and lidocaine in the dosage and volume proposed are effective to OSH procedure in dogs. The lack of oxygen supplementation promoted minimal cardiovascular and hemogasometric alterations, which is feasible in sterilizations campaigns where there is no possibility of oxygen supplementation of the animals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Perfusão cerebral retrógrada é método eficaz de proteção cerebral?: resultados imediatos de estudo consecutivo e randomizado/ Is retrograde cerebral perfusion an effective method for cerebral protection?: immediate results of a consecutive and randomized study

FONTES, Ronaldo D.; STOLF, Noedir A. G.; MADY, Charles; ÁVILA, Luiz F.; D'ÉLIA, Renata S.; PARRAS, Cinthia; SANTOS, Ricardo V. dos; JATENE, Adib D.
1999-01-01

Resumo em português Foram estudados 30 pacientes com diagnóstico de aneurisma ou dissecção de aorta tratados cirurgicamente. O método utilizado consistiu: uso de hipotermia profunda, parada circulatória total, infusão de 0,20 mg/Kg de peso de dexametasona intravenosa e 10 mg/Kg/peso de thiopental, colocação dos pacientes em Trendelemburg a 45 graus durante o período de parada respiratória. Os 30 pacientes foram operados consecutivamente e randomizados em 2 grupos. Grupo I constitu� (mais) �do de 15 pacientes, nos quais foi utilizada a perfusão cerebral retrógrada (PCR) através da veia cava superior e Grupo II também com 15 pacientes nos quais não foi utilizada PCR. Onze (36,7%) pacientes tinham aneurisma da aorta ascendente e arco aórtico, 7 (23,3%) tinham dissecção aguda da aorta do tipo I, 6 (20%) com dissecção crônica da aorta ascendente e os 6 (20%) restantes outros diagnósticos não agrupáveis. Foi realizada análise das seguintes variáveis independentes para mortalidade: idade, sexo, tempo de circulação extracorpórea, tempo de parada circulatória, diagnóstico, complicações prévias, comparando os dois grupos. A mortalidade imediata do Grupo I foi de 4/15 (insuficiência respiratória) 26,6% e no Grupo II 3/15 (coma) 20,0% - p =1,00. A incidência de complicações neurológicas no Grupo I foi 3/15 (20,0%) e no Grupo II, 2/15 (13,3%) p = 1,000. A análise estatística utilizando o teste exato de Fisher não demonstrou diferença entre os dois grupos com relação à mortalidade imediata e complicações neurológicas. As causas de óbito foram: insuficiência respiratória em 4 pacientes, alteração neurológica, hiperpotassemia e infarto do miocárdio, respectivamente nos 3 últimos. No presente trabalho, concluímos que a associação de PCR não oferece proteção cerebral mais eficaz que a parada circulatória total associada à hipotermia profunda, para o tempo de isquemia utilizado. Resumo em inglês Thirty patients with diagnosis of aortic aneurysm or dissection were submitted to surgery and randomized into two groups. Group I, consisting of 15 patients underwent retrograde cerebral perfusion (RCP) and Group II, also with 15 patients in which the RCP was not utilized. Eleven (36.7%) patients had ascending aorta aneurysm and aortic arch, 7 (23.3%) had acute aortic dissection type I, 6 (20%) suffered from chronic dissection of the ascending aorta and the remaining 6(20 (mais) %) had other ungroupable diagnosis. The following independent variables were analyzed in the two groups: age, sex, extra-corporeal time span, duration of circulatory arrest, diagnosis and previous complications. Immediate mortality in Group I was 4/15 (26.6%) and in Group II 3/15 (20.0%) p = 1.00. The rate of neurological complications in Group I was 3/15 (20%) and in Group II, 2/15 (13.3%) p = 1.000. Causes of death were: respiratory insufficiency in 4 patients, neurological changes, hyperpotassemia and myocardial infarct, respectivelly in the last three. In this study, we concluded that the association of RCP does not provide more effective cerebral protection than circulatory arrest with deep hypothermia for the ischemic period studied.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Estudo do reparo do ferimento de colon com o lado seroso da parede de jejuno, utilizando cianoacrilato e cola de fibrina/ Study of repair of rat's colon wound whith serosal of jejunal wall using cyanoacrylate and fibrin glue

Fontes, Carlos Edmundo Rodrigues; Taha, Murched Omar; Fagundes, Djalma José; Prado Filho, Orlando; Ferreira, Marcos Victor; Mardegan, Marino José
2006-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Comparar o efeito do cianoacrilato e da cola de fibrina como adesivo das bordas do ferimento de cólon reparado com o lado seroso da parede de jejuno. MÉTODO: Foram utilizados 45 ratos wistar adultos jovens, machos , com peso médio de 260 gramas procedentes do Biotério Central da Universidade Estadual de Maringá.Os animais foram submetidos a procedimento operatório sob sedação com thiopental para produção de ferimento pradonizado de 0,5 cm distante caud (mais) almente a 2 cm do ceco que foi reparado no grupo I pelo lado seroso da parede de jejuno e sutura, no grupo II, pelo lado seroso da parede de jejuno e cola de fibrina, e o grupo III pelo lado seroso da parede de jejuno e cianoacrilato. No 4º dia de pós-operatório os animais foram submetidos a um enema opaco, para estudo o de estenose. No 7º dia de pós-operatório os animais foram submetidos a laparotomia sob sedação para estudo macroscópico da cavidade , e coleta dos segmentos que foram processados para análise microscópica. RESULTADOS: A cola de fibrina teve uma tendência de ser melhor reparadora, estimulando a proliferação de fibras de colágeno a partir da borda da ferida. CONCLUSÃO: O experimento demonstrou que o ferimento em cólon de rato pode ser reparado pelo lado seroso da parede de jejuno colado às bordas da ferida por cola de fibrina ou cianoacrilato. Resumo em inglês BACKGROUND: The present experiment aimed to compare the effect of the use of cyanoacrylate and fibrine glue as adesive on repared colon's wounds with the serosal side of jejuno's wall. METHODS: Forty five male, young adult Wister rats, weighting about 260 g , from the University of Maringá were used.After having been deeply anaesthetized (thiopental was used), the animals underwent a surgery, and a pattern 0,5 cm wound was made, 2 cm away from the cecum, in the caudal lo (mais) cation. Group one the wound was repaired by using the jejunal serosal wall and suture.On group two the jejunal serosal wall and fibrine glue was used. Finally on group three the repair was made by using the jejunal serosal wall and cyanoacrylate. The animals were submited to roentgenogram with barium enema on the fourth postoperative day to search for stenosis. On the seventh day, after having been anaesthetized, animals were submited to a laparotomy, segments were collected for both macroscopic and microscopic study. RESULTS: Fibrine glue has shown better result on repair, due to the production of collagen fibres. CONCLUSION: The experiment has come to prove that the wound made on rat's colon can be repaired by the jejunal serosal wall joined to the wound either using the fibrine glue or cyanoacrylate.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Estudo comparativo não randomizado do midazolam versus thiopental em crianças com estado de mal epiléptico refratário/ Comparative non-randomized study with midazolam versus thiopental in children with refractory status epilepticus

LÖHR JUNIOR, ALFREDO; WERNECK, LINEU CESAR
2000-06-01

Resumo em português Avaliamos o uso do midazolam em relação ao thiopental em crianças com estado de mal epiléptico refratário(EMER). Foram estudadas 50 crianças com EMER, internadas em UTI-pediátrica, composto pelos: Grupo Midazolam(A) (n=24) prospectivo, e o Grupo Thiopental(B) (n=26) histórico. Benzodiazepina e difenil-hidantoina e outros anticonvulsivantes foram previamente utilizadas nos dois grupos. Não havendo o controle das convulsões, no Grupo A os pacientes receberam uma d (mais) ose de 200 mig/kg midazolam intravenoso em bolo, seguindo-se a infusão intravenosa contínua na razão de 0,25 a 15 mig/kg/min. No grupo B foi administrado thiopental, uma dose em bolo intravenosa de 1 mg/kg,, seguida de infusão intravenosa contínua na razão de 10-120 mig/kg/min. Em relação ao tempo de controle das crises e sua eficácia, não houve significância estatística para os dois grupos. No Grupo A houve significativamente menos complicações durante o tratamento: menos cianose (p=0,00006) e menos crianças necessitaram de ventilação assistida (p Resumo em inglês We evaluated the use of midazolam versus thiopental in 50 children with refractory status epilepticus (RSE), admitted in a pediatric intensive care unit. The study consisted of two groups of patients: Group A - Midazolam, a prospective study, and Group B - Thiopental, a historical group. These patients already had previous medication with benzodiazepin and diphenylhydantoin and other drugs. When there was no effective control of the seizures, the patients of Group A recei (mais) ved midazolam of 200 mug/kg intravenous in bolus, being followed by continuous intravenous infusion at the rate 0.25-15mu/kg/min. Group B received thiopental 1 mg/kg intravenous in bolus followed by continous intravenous infusion at the rate of 10-120 mug/kg/min. In relation to the time of seizure control and effectiveness, there was no statistical significance for the two groups. The Midazolam Group had significantly less complications during the treatment: less cyanosis (p=0.00006), and they did not need respiratory support (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Estado de mal epiléptico/ Status epilepticus

Garzon, Eliana
2008-11-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: O estado de mal epiléptico (EME) é subdiagnosticado, especialmente as formas clínicas com sinais motores sutis ou apenas com alteração da consciência. É uma emergência neurológica que necessita diagnóstico imediato e a tratamento agressivo e para prevenir lesão neuronal. OBJETIVOS: Revisar, discutir e propor protocolo para o tratamento desta condição. METODOLOGIA: A literatura foi selecionada a partir de pesquisa nas bases de dados MEDLINE e PUB (mais) MED. RESULTADOS: Propomos um protocolo utilizando diazepam, fenitoína, fenobarbital, midazolam, thiopental e pentobarbital ainda nos casos refratários topiramato ou levetiracetam. CONCLUSÕES: Um protocolo estruturado para a investigação da etiologia e tratamento do EME é necessário e possibilita melhores chances de evolução dos casos. Resumo em inglês INTRODUCTION: Status epilepticus (SE) is an under recognized medical emergency, especially subtle SE or clinical presentation mostly with conscience disturbance (nonconvulsive SE). It is a medical emergency that requires immediate and aggressive diagnoses and treatment. OBJECTIVES: Review, discuss and a protocol suggestion for treatment. METHODOLOGY: Literature publication was selected from MEDLINE and PUBMED. RESULTS: A protocol with diazepam, phenytoin, phenobarbital, m (mais) idazolam, thiopental and pentobarbital, including topiramate and levetiracetam for refractory cases was proposed. CONCLUSIONS: A standardized protocol for SE work-up and treatment is useful and probably improves outcome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)