Sample records for temperature photon
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 8 shown.



1

Transmissão de Radiação Ultravioleta Através do Pelame e da Epiderme de Bovinos/ Transmission of Ultraviolet Radiation Through the Haircoat and the Skin of Cattle

Silva, Roberto Gomes da; La Scala Jr., Newton; Pocay, Priscila Lombardi Bersi
2001-12-01

Resumo em português A transmissão de radiação ultravioleta de comprimentos de onda entre 250 e 360 nm através do pelame e da epiderme de bovinos foi determinada em laboratório, usando-se amostras de couro de animais recém-abatidos. A quantidade de radiação transmitida através do pelame depende da coloração e também das características estruturais do pelame (espessura da capa; comprimento, diâmetro, número e inclinação dos pêlos), pelas quais é definido o trajeto médio de (mais) um fóton pela massa de pêlos (L). A maior transmissão é proporcionada por pelames brancos com altos valores de L, ao passo que pelames negros em geral apresentam transmissão nula ou muito baixa. Quanto menos pigmentada a epiderme, maior a transmissão de radiação através da sua superfície. A melhor proteção é proporcionada por pelames negros com baixo valor de L sobre epiderme igualmente negra, mas em vista do aquecimento causado pela absorção de radiação térmica (em vacas Holandesas a temperatura das malhas negras atinge 44,1ºC ao mesmo tempo em que a das malhas brancas é 37,7ºC), a combinação ideal para ambientes tropicais é um pelame branco com baixo valor de L sobre epiderme negra, uma combinação dificilmente encontrada em animais de raças européias. Uma alternativa seria um pelame negro com um baixo valor de L. Animais vermelhos apresentam alta transmissão de radiação UV através da epiderme e do pelame, sendo desaconselhados para ambientes tropicais. Entretanto, foi observada uma vaca Holandesa com áreas isoladas de epiderme negra coberta com pelame branco, o que pode trazer perspectivas para uma seleção para combinações mais adequadas de epiderme e pelame em bovinos de raças européias. Resumo em inglês A laboratory study was carried on the transmission of ultraviolet radiation (UV, 250 to 360 nm wavelength) through the haircoat and the skin of cattle. Fresh samples of skin were measured under a solar simulator, taking account of the pigmentation of hair and skin and the structural characteristics of the haircoat (coat thickness, hair diameter, hair length, angle of the hairs to the skin surface, number of hairs per unit area), which defined the average free path length (mais) of a photon within the coat, L. White hairs with high L values showed the highest transmission coefficients, while black hairs presented in general very low or even nul transmission. The best protection against UV was given by black hairs with low L values over a black skin. However, because of the heating by absorption of thermal radiation (in a Holstein cow the temperature of the black spots reach 44.1ºC at the same time that of the white spots is 37.7ºC), the best choice for tropical environments will be a white coat with a low L value over a black skin. This is a combination hardly found in European cattle, however in the present study a Holstein cow was found with isolated areas of white hair over black skin. An alternative choice would be a black coat with a low L value. Red animals presented high UV transmission coefficients through both the coat and the skin, and are not good choices for tropical environments, unless they have also a high pigmented skin.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Variação da temperatura do substrato e fotossíntese em mudas de laranjeira 'Valência'/ Root temperature variation and photosynthesis of 'Valencia' sweet orange nursery trees

Magalhães Filho, José Rodrigues; Machado, Eduardo Caruso; Machado, Daniela Favero São Pedro; Ramos, Rômulo Augusto; Ribeiro, Rafael Vasconcelos
2009-09-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da temperatura do substrato nas trocas gasosas, atividade fotoquímica e relações hídricas, em plantas jovens de laranjeira 'Valência' enxertadas sobre limoeiro 'Cravo'. Foram utilizadas mudas com seis meses de idade. O experimento foi conduzido em câmara de crescimento, em que o substrato foi mantido a 10, 20 (controle) ou 30oC, e a temperatura do ar variou de 25 a 20oC entre o dia e a noite, com fotoperíodo de 12 (mais) horas e densidade de fluxo de fótons fotossinteticamente ativos de 800 µmol m-2 s-1. Mediu-se, em cada tratamento, a assimilação de CO2 em resposta à concentração de CO2 no mesofilo, a fluorescência da clorofila a e o potencial da água na folha às 6 e às 13h. A temperatura de 30oC promoveu aumento na assimilação de CO2, em razão de fatores difusivos e metabólicos, tendo-se observado aumento na eficiência máxima de carboxilação (Vc, máx), na regeneração da ribulose-1,5-bisfosfato, (Jmáx) e nas condutâncias estomática (gs) e do mesofilo (gi), em relação à temperatura controle. A menor temperatura causou aumento do dreno alternativo de elétrons e queda da assimilação de CO2, em consequência de limitações difusivas e metabólicas, evidenciadas por decréscimos em gs, gi, Vc, máx e Jmáx. Resumo em inglês The aim of this work was to evaluate the influence of the substrate temperature on gas exchange, photochemical activity and water relations in 'Valencia' sweet orange grafted onto 'Rangpur' lime. Six-month-old nursery trees were used. The experiment was carried out in a growth chamber, where the root system was maintained at 10, 20 (control) or 30ºC, the air temperature varied between 25 and 20ºC from day to night, the photoperiod and photosynthetic photon flux density (mais) were set to 12 hours and 800 µmol m-2 s-1, respectively. The CO2 assimilation rates in response to the intercellular CO2, chlorophyll a fluorescence and leaf water potential at 6 h and 13 h were measured for each treatment. The higher root temperature increased the CO2 assimilation in relation to the control temperature, due to diffusive and metabolic factors: plants showed enhanced maximum carboxylation efficiency (Vc, max), ribulose-1,5-bisphosphate regeneration (Jmax), and both stomatal (gs) and mesophyll (gi) conductances. The lowest root temperature led to increased alternative electron sink and decreased CO2 assimilation, due to diffusive and metabolic limitations, indicated by decreases in gs, gi, Vc, max, and Jmax.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Teor de água no substrato de crescimento e fotossíntese em laranjeira ‘Valência’/ Substrate water content and photosyntesis in ‘Valencia’ orange trees

MACHADO, EDUARDO CARUSO; MEDINA, CAMILO LÁZARO; GOMES, MARA DE MENEZES DE ASSIS
1999-01-01

Resumo em português Analisou-se a resposta da fotossíntese (A), transpiração (E), condutância estomática (g s), potencial da água na folha (Y), conteúdo relativo de água na folha (RWC), concentração interna de CO2 (Ci) e eficiência do uso de água (WUE) em laranjeiras ‘Valência’, sobre duas espécies de porta-enxertos, submetidas ao dessecamento do substrato de crescimento. As medidas foram feitas diariamente em laboratório (temperatura = 27 ± 1 oC, déficit de press� (mais) �o de vapor = 1,5 ± 0,3 kPa e 700 mmol.m-2.s-1 de fluxo de fótons fotossinteticamente ativos), até que A atingisse valores próximos a zero, quando os vasos foram reirrigados. Em seguida, as mesmas variáveis foram medidas por mais quatro dias. Os valores de A e de Y praticamente não variaram com teores de água no substrato entre 24 e 15% e com RWC entre 90 e 80%. Todavia, g s começou a decrescer desde o início de a queda no RWC e abaixo de 18% no teor de água no substrato. Discute-se a possibilidade da resposta do estômato estar diretamente relacionada à variação do teor de água no substrato, via comunicação raiz-parte aérea. A relação A/E, isto é, WUE, apresentou uma tendência discreta de diminuir com a queda de g s, indicando que, sob estresse mais severo (Y< -2,7 MPa), A diminuiu relativamente mais que E. O aumento da concentração interna de CO2 (Ci) em Y abaixo de -2,7 MPa sugeriu que sob estresse mais severo, além da queda da absorção de CO2 devida ao fechamento dos estômatos, houve queda na atividade da fotossíntese em si. Depois da reirrigação, Y recuperou o valor inicial em 12 horas, enquanto A e g s não se recuperaram totalmente após 3 dias. Resumo em inglês Photosynthesis (A), transpiration (E), stomatal conductance (g s), leaf water potential (Y), leaf relative water content (RWC), internal CO2 concentration (Ci) and water use efficiency (WUE) have been evaluated in ´Valencia´ orange trees grafted on two rootstocks exposed to substrate desiccation. Daily measurements at the laboratory conditions (temperature = 27 ± 1oC, water vapor pressure 1,5 ± 0,3 kPa, and photon flux density = 700 mmol.m-2.s-1) have been made until (mais) A reached values near zero. After rehydration, the same variables above have been evaluated for additional four days. A and Y values have not varied within 24% and 15% of substrate water content and for RWC ranging from 90 and 80%. However, there has been a decrease in g s along with the decline on substrate water content and RWC. It is suggested that the stomatal response is directly related to the variation in substrate water content, by root-to-shoot communication. The ratio A/E (WUE) has shown a slight reduction trend as g s declined, showing that under severe stress (Y < -2,7 MPa), A has reduced more than E. The increase of CO2 internal concentration (Ci) in Y below -2,7 MPa has pointed out that, under severe stress, CO2 assimilation has declined as a result of both stomatal closure and reduced photosynthesis activity. After a 12 hour-rewatering period Y had recovered the initial values while A and g s had not yet reached the initial values, which have been obtained, though partially, only after a three day-rewatering period.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Indução floral de limeiras ácidas 'Tahiti' submetidas a baixas temperaturas/ Flower induction of acid lime trees 'Tahiti' subjected to low temperature

Santos, Dierlei dos; Siqueira, Dalmo Lopes de; Cecon, Paulo Roberto
2011-03-01

Resumo em português Este trabalho foi realizado com o objetivo de quantificar a necessidade de acúmulo de horas de frio para a floração da limeira ácida 'Tahiti', sem a aplicação de deficiência hídrica, além de avaliar as trocas gasosas e fluorescência da clorofila a em condições de baixa temperatura e baixa luminosidade. O experimento foi conduzido em Viçosa-MG, Brasil, com plantas de limeira ácida 'Tahiti', enxertadas sobre limoeiro 'Cravo', cultivadas em vasos de 12 litros. (mais) O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com sete tratamentos e quatro repetições, com uma planta por parcela. A partir do dia 01/02/2008 até o dia 30/04/2008, quatro plantas foram retiradas da câmara de crescimento (CC) (temperatura: 16/12°C (dia/noite); umidade relativa: 70%; fotoperíodo: 10 horas; densidade de fluxo de fótons fotossintéticos: 100µmol m-2 s-1) a cada 15 dias e levadas para a casa de vegetação (CV) sem controle ambiental, totalizando sete datas de transferência. A exposição de plantas a baixas temperaturas, sob condições controladas não causou alterações significativas nas características de fluorescência da clorofila a, mas causou redução de 80% nas trocas gasosas. Entretanto, essa redução não prejudicou a floração das plantas. As plantas expostas a condições não indutoras apenas emitiram brotações vegetativas, enquanto aquelas submetidas a baixas temperaturas, quanto maior foi o tempo de exposição, maior foi o número de flores emitidas. Resumo em inglês The research was realized to quantify the need for accumulation hours under low temperatures to the acid lime 'Tahiti' flowering, without water application and beyond evaluating gas exchange and chlorophyll a fluorescence under low temperature and light. The experiment was conducted in Viçosa-MG, Brazil, with plants from acid lime 'Tahiti' grafted on Rangpur lime grown in pots of 12 liters. The design was completely randomized with seven treatments and four replicates wi (mais) th one plant per plot. From 02/01/2008 until 04/30/2008, four plants were taken from each growth chamber (CC) (temperatures: 16/12°C (day/night); air humidity: 70%; photoperiod: 10 hours; photosynthetic photon flux density: 100µmol m-2 s-1) to 15 days and taken to a greenhouse (CV) without environmental control, totaling seven dates of transfer. Exposure of plants to low temperatures, under controlled conditions, does not cause significant changes in the characteristics of chlorophyll a fluorescence, but caused 80% of reduction in gas exchange. This reduction does not hurt the flowering plants. Plants exposed to no-induced conditions only issued vegetative shoots, while those submitted to lower temperatures, the greater was the exposure time, the greater was the number of flowers sent.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Capacidade fotossintética de genótipos de amendoim em ambiente natural e controlado/ Photosynthetic capacity of peanut genotypes under natural and controlled environment

Erismann, Norma de Magalhães; Machado, Eduardo Caruso; Godoy, Ignácio José de
2006-07-01

Resumo em português A capacidade fotossintética das cultivares de amendoim rasteiro (Arachis hypogaea L.) IAC-Caiapó e Runner IAC-886 foi avaliada sob condição controlada, em plantas cultivadas em vasos, mantidos em casa de vegetação, e sob condição natural, em plantas irrigadas, cultivadas em tanques de alvenaria. A resposta da taxa de assimilação líquida de CO2 (A) em decorrência da densidade de fluxo de fótons fotossinteticamente ativos (DFFF) foi melhor em condição control (mais) ada, mas, nas duas condições, a mesma A máxima de ca. 28 µmol m-2 s-1 foi atingida. Em condição controlada, a saturação lumínica ocorreu próximo a 1.000 µmol m-2 s-1 , ao passo que sob condição natural, ocorreu em DFFF maiores. A temperatura foliar entre 23 e 36°C não afetou A. A diferença de pressão de vapor entre a folha e o ar causou o fechamento parcial dos estômatos, diminuindo A, quando acima de 3,0 kPa. As capacidades fotossintéticas das duas cultivares de amendoim foram iguais. Ambas cultivares apresentaram boa adaptação às variações diárias do ambiente, ocorridas durante o verão, apresentando fotoinibição dinâmica da fotossíntese no início da tarde (13-14h), manifestada pela queda reversível da eficiência quântica máxima (Fv/Fm) do fotossistema II. Resumo em inglês Photosynthetic capacity of runner peanuts (Arachis hypogaea L.) cv. IAC-Caiapó and cv. Runner IAC-886 was evaluated under controlled condition, in plants grown on pots maintained in a greenhouse, and in irrigated plants grown on soil-filled tanks made of concrete, and exposed to natural ambient condition. CO2 net assimilation rate (A) response in relation to photosynthetic photon flux density (DFFF) was better in controlled condition, but in both conditions the same maxi (mais) mum A of ca. 28 µmol m-2 s-1 was reached. Under controlled condition, light saturation was about 1,000 µmol m-2 s-1 , although under natural condition, saturation occurred at higher DFFF. Leaf temperature between 23 and 36°C did not affect A, and leaf to air vapor pressure difference caused partial stomatal closing, decreasing A, when above 3.0 kPa. Photosynthetic capacities of the two cultivars were similar. Both cultivars showed good adaptation to daily changes of environmental conditions that occur during summer, showing dynamic photoinhibition of photosynthesis in the beginning of the afternoon (13-14h), as revealed by a reversible decrease in the maximum quantum efficiency (Fv/Fm) of photosystem II.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Variação sazonal das trocas gasosas em folhas de mamoeiro cultivado em condições de campo/ Seasonal variation of leaf gas exchange in papaya plants grown under field condition

Machado Filho, José Altino; Campostrini, Eliemar; Yamanishi, Osvaldo Kiyoshi; Fagundes, Geni Rodrigues
2006-01-01

Resumo em português Na região do cerrado baiano, que se caracteriza por apresentar duas estações definidas: estação das secas (maio a setembro) e estação chuvosa (outubro a março), foi efetuado um estudo em um plantio comercial de Carica papaya L. com plantas do grupo 'Solo' (Sunrise Solo) e do grupo 'Formosa' (Tainung 01). Foram realizadas em duas épocas, sendo uma considerada época seca (julho e setembro) e a outra época considerada chuvosa (novembro e janeiro), medidas da taxa (mais) fotossintética líquida (A), condutância estomática (g s) e transpiração instantânea (E) em folhas completamente expandidas e crescidas a pleno sol. Nestes horários, foi possível medir a densidade de fluxo de fótons fotossintéticos (DFFF) e a temperatura do ar dentro da câmara (Tar ). A partir dos valores de A e g s, obteve-se a eficiência intrínseca no uso da água (A/g s). Em julho e setembro, nos dois genótipos estudados, foi verificado que os altos valores de DPVar causaram redução de g s e conseqüentemente redução de A quando comparado à estação chuvosa. A redução em g s causou elevação na eficiência intrínseca no uso da água. A ação do DPVar nas trocas gasosas foi semelhante nos dois genótipos. Resumo em inglês This study was carried out in a commercial orchard of papaya in the Savanna region of Bahia state where there are two distinct seasons: dry season, from May to September and a rainy one from October to March. Two genotypes, one from 'Solo' group (Sunrise Solo) and another from 'Formosa' group (Tainung 01) were used. Net CO2 assimilation rate (A), stomatal conductance (g s), instantaneous transpiration (E), air temperature inside the chamber (Tar) and photosynthetic photon (mais) flux density (PPFD) were measured at one hour interval in a fully expanded sun-exposed leaves in two season, one characterized as dry season (July and September) and another one as rainy season (November and January). Intrinsic water use efficiency (IWUE) was calculated using A and g s (A/g s). In both genotypes, the reduced g s due to high VPD in July and September contributed to reduce A. The behavior was similar in the two studied genotypes. In the dry season, reduced g s triggered a higher IWUE.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Produção de biomassa e teores de carbono, hidrogênio, nitrogênio e proteína em microalgas/ Production of biomass and carbon, hydrogen, nitrogen and protein contents in microalgae

Ohse, Silvana; Derner, Roberto Bianchini; Ozório, Renata Ávila; Braga, Maurício Villela Da Costa; Cunha, Paulo; Lamarca, Cláudia Pavan; Santos, Márcia Estevão Dos
2009-09-01

Resumo em português O aumento da emissão de CO2 e de outros gases efeito estufa tem gerado debates em nível mundial sobre alterações climáticas e estimulado o desenvolvimento de estratégias mitigadoras. Trabalhos nessa área incluem sequestro de CO2 por meio da produção de microalgas aquáticas. Por essa razão, desenvolveu-se um estudo visando determinar os teores de carbono, hidrogênio, nitrogênio e proteína e a produção de biomassa seca de nove espécies de microalgas marinha (mais) s (Nannochloropsis oculata, Thalassiosira pseudonana, Phaeodactylum tricornutum, Isochrysis galbana, Tetraselmis suecica, Tetraselmis chuii Chaetoceros muelleri, Thalassiosira fluviatilis e Isochrysis sp.) e uma de água doce (Chlorella vulgaris), em cultivo autotrófico estacionário com objetivo de identificar as mais produtivas e com maior capacidade de fixação de carbono. O experimento foi desenvolvido em sala de cultivo, na Universidade Federal de Santa Catarina, com iluminação contínua e radiação em torno de 150µmol m-2 s-1, temperatura de 25±2°C, suplementação de ar constante, sendo utilizados erlenmeyers com 800mL de meio de cultura. O delineamento experimental foi de blocos casualizados no tempo com três repetições. As espécies C. vulgaris e T. suecica são menos produtivas. Quando se visa à suplementação alimentar, as espécies C. vulgaris e T. Chuii são consideradas interessantes, uma vez que apresentam altos teores de C, N, H e proteína. As espécies N. Oculata, T. pseudonana e C. vulgaris apresentam altos teores de C, demonstrando alta capacidade de fixação de carbono. Resumo em inglês The increase of CO2 emission and other gases greenhouse effect, caused global debates about climatic alterations and stimulated the development of mitigative strategies. Researches in this area includes CO2 kidnapping through the aquatic microalgae production. For this reason, a study was developed aiming to determine the production of dry biomass, carbon content, hydrogen, nitrogen and rate protein growth of nine marine microalgae species (Nannochloropsis oculata, Thalas (mais) siosira pseudonana, Phaeodactylum tricornutum, Isochrysis galbana, Tetraselmis suecica, Tetraselmis chuii, Chaetoceros muelleri, Thalassiosira fluviatilis and Isochrysis sp.) and one freshwater species (Chlorella vulgaris) under stationary autotrophy conditions. Erlenmeyers flasks with 800mL medium culture were exposed to constant light intensity and air flow, photon flux density of about 150µmol m-2 s-1 and 25±2°C temperature were used in the experiment The delineating experiment was carried out in a randomized block over time with three replicates. The species C. vulgaris and T. suecica are less productive. When the aim is the alimentary supplementation, the species C. vulgaris and T. Chuii are considered interesting, since it presents high contents of C, N, H and protein. The species N. Oculata, T. pseudonana and C. vulgaris present high contents of C, demonstrating high capacity of carbon setting.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Espectroscopia óptica de vidros fluoroindatos dopados com íons Er3+ e Yb3+/ Optical spectroscopy of in-based fluoride glasses doped with Er3+ and Yb3+ ions

Ribeiro, C. T. M.; Zanatta, A. R.; Sartori, J.; Nunes, L. A. O.; Messaddeq, Y.
1998-07-01

Resumo em inglês Optical spectroscopy in the 400-1700nm wavelength range was performed on rare earth doped heavy metal fluoride (HMF) glasses. In the present work In-based fluoride glasses with a fixed 2 mol % YbF3 concentration and an ErF3 content ranging from 0 to 8 mol % were investigated. According to the experimental spectroscopic data a dependence in the absorption coefficient, the photoluminescence intensity and in the radiative lifetime could be verified as a function of the ErF3 (mais) content. In addition, at liquid nitrogen temperature, light emission corresponding to indirect transitions in the infrared energy range could be easily observed as a consequence of the low phonon frequency characteristic of this class of fluoride glasses. For all the studied compositions, strong upconversion to the green and red light was observed by pumping these Er3+- and Yb3+-doped HMF glasses with 790 and 980nm photon sources.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)