Sample records for sleep
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

O sono e os transtornos do sono na depressão/ Sleep and sleep disorders in depression

Chellappa, Sarah Laxhmi; Araújo, John Fontenele
2007-01-01

Resumo em português CONTEXTO: Os transtornos do sono são freqüentemente associados a um leque de transtornos psiquiátricos, sendo considerados uma característica inerente do transtorno depressivo. OBJETIVOS: Discorrer a cerca das atuais evidências sobre as investigações do sono e das alterações deste na depressão, além de alguns dos principais modelos teóricos propostos para explicar essas alterações. MÉTODOS: O levantamento da literatura médica foi feito nos seguintes bancos (mais) de dados: ISI e Medline. RESULTADOS: Diversos estudos constataram alterações no padrão eletroencefalográfico do sono em pacientes com depressão. Dentre os principais achados, estão alterações na continuidade e na duração do sono, diminuição das fases 3 e 4 do sono, menor latência do sono REM (rapid eye movements) e maior duração e densidade do primeiro período REM. Essa técnica tem atualmente uma utilidade limitada como ferramenta de diagnóstico na depressão. CONCLUSÕES: Embora os mecanismos fisiopatológicos das alterações do sono na depressão sejam complexos e de natureza multifacetada, os estudos do sono têm um importante papel na investigação da depressão, particularmente nas áreas de predição de resposta a tratamentos, prognóstico de recaídas e na investigação de modelos etiológicos. Resumo em inglês BACKGROUND: Sleep disorders are usually associated with a wide range of psychiatric disorders, and are regarded as acharacteristic feature of depression. OBJECTIVES:To reportthe current state-of-the-artin sleep research in depression and to present some of the principal theoretical models that explain these sleep disturbances. METHODS: Literature review was carried out in the ISI and Medline databases. RESULTS: Several studies have indicated alterations in sleep electroen (mais) cephalographic patterns in subjects with depression. Some of the most frequent findings are disorders affecting the continuity and duration of sleep, reduction of phases 3 and 4 of sleep, decreased REM (rapid eye movements) sleep latency, and prolonged and intense first period of REM sleep. This technique is currently of limited use as a diagnostic tool in depression. CONCLUSIONS: AAlthough the pathophysiological mechanisms of sleep disorders in depression are complex, sleep studies play a key role in investigative research in depression, particularly in areas regarding prediction of responses to treatment, prognosis of relapses, and etiological models regarding depression.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Sono: aspectos profissionais e suas interfaces na saúde/ Sleep: professionals aspects and health interfaces

Mello, Marco Túlio de; Bittencourt, Lia Rita de Azevedo; Pires, Maria Laura Nogueira; Silva, Rogério Santos da; Tufik, Sergio
2008-01-01

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

O sono em transtornos psiquiátricos/ Sleep in psychiatric disorders

Lucchesi, Ligia Mendonça; Pradella-Hallinan, Marcia; Lucchesi, Mauricio; Moraes, Walter André dos Santos
2005-05-01

Resumo em português O achado de padrões alterados de sono é notável na maioria dos transtornos psiquiátricos. Neste artigo são abordados os transtornos psiquiátricos que mais freqüentemente apresentam alterações de sono na prática clínica e a descrição dos achados polissonográficos. As queixas mais freqüentes dos pacientes são relacionadas à dificuldade para iniciar e manter o sono (insônia inicial e de manutenção, respectivamente) e sono não reparador, observadas na mai (mais) oria dos transtornos. A insônia terminal ou despertar precoce é mais relacionada a quadros depressivos. A hipersonia pode aparecer em alguns quadros de depressão como sazonal, atípica ou em transtornos bipolares. Em relação aos achados polissonográficos, temos, em geral, redução significativa da eficiência e do tempo total do sono à custa da redução do sono de ondas lentas. A redução da latência para o sono de movimentos oculares rápidos (REM) é descrita principalmente para os quadros depressivos, mas pode aparecer em outras patologias. Resumo em inglês Altered sleep patterns are prominent in the majority of psychiatric disorders. This article examines the psychiatric disorders that are most often associated to sleep dysfunction as it is related in clinical practice and describes the polysomnographic findings. Patient's main complaints are related to difficulty in initiating and maintaining sleep (initial or middle insomnia, respectively) and poor quality of sleep. Early awakening or terminal insomnia is most described i (mais) n the depressive conditions. Hypersomnia may be the main symptom in some depressive disorders, as seasonal depression, depression with atypical features or depressive episodes in bipolar disorder. Polysomnographic evaluation shows, in general, a significative reduction in the efficiency and total time of sleep, in detriment to the amount of slow wave sleep. The reduction of rapid eye movement (REM) sleep latency is mainly described for the depression, but has also been reported in other psychiatric disorders.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Sono e doenças pulmonares crônicas: pneumopatias intersticiais difusas, asma brônquica e DPOC/ Sleep and chronic lung diseases: diffuse interstitial lung diseases, bronchial asthma, and COPD

Cabral, Marília Montenegro; Mueller, Paulo de Tarso
2010-06-01

Resumo em português As doenças pulmonares crônicas podem ser agravadas por inúmeros fatores e comorbidades, inclusive pelos distúrbios respiratórios do sono. Embora alterações na qualidade de vida de pacientes com doenças pulmonares crônicas sejam normalmente determinadas a partir de variáveis diurnas, as alterações fisiopatológicas no sono pioram a qualidade de sono e interferem na história natural dessas doenças. Alterações da arquitetura do sono parecem ser um mecanismo c (mais) omum entre essas doenças. Durante o sono, as vias respiratórias inferiores estão mais interligadas às vias respiratórias superiores, quando as alterações de resistências das vias aéreas superiores durante o sono somam-se às graves alterações resistivas de vias aéreas inferiores devido a asma e DPOC. Além disso, surgem complexas interações mecânicas e ventilatórias. O reconhecimento dessas interações possibilita uma melhor avaliação das exacerbações e da evolução dessas doenças. Resumo em inglês Chronic lung diseases can be aggravated by various factors and comorbidities, including sleep-disordered breathing. Although changes in the quality of life of patients with chronic lung disease are usually related to daytime variables, the physiological changes in sleep impair the quality of sleep and interfere with the natural history of the disease. Alterations in sleep architecture appear to be a common mechanism in these diseases. During sleep, the upper and lower air (mais) ways are more interconnected: changes in upper airway resistance during sleep are added to the severe resistive alterations in the lower airways due to asthma and COPD. In addition, there are complex mechanical and ventilatory interactions. The recognition of these interactions allows better assessment of the exacerbations and the progression of chronic lung diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Sono, qualidade de vida e acidentes em caminhoneiros brasileiros e portugueses/ Sleep, quality of life and accidents in the lives of Brazilian and Portuguese truck drivers/ Sueño, la calidad de vida y accidentes en brasileños y portugueses conductores de camiones

Souza, José Carlos; Paiva, Teresa; Reimão, Rubens
2008-09-01

Resumo em português Avaliaram-se os distúrbios do sono, trabalho em turnos, sonolência excessiva diurna (SDE) e qualidade de vida (QV) de 206 caminhoneiros brasileiros e 200 portugueses. Aplicaram-se a Escala de Sonolência de Epworth, o SF-36 e o PSQI. Os portugueses dormem mais nos dias de trabalho (p(mais) em 35,40% dos brasileiros e 21,50% dos portugueses (p=0,0019); entre os brasileiros (32,00%) e os portugueses (21,00%) tinham SDE (p=0,0015). Entre os brasileiros 43,20% dirigem mais que 16h/dia; 73,50% dos portugueses consomem álcool (p Resumo em espanhol Se evaluaron disturbios del sueño, trabajo en turnos, somnolencia diurna excesiva (SDE) y calidad de vida (CV), de 206 camioneros brasileños y 200 portugueses. Se aplicaron la Escala de Somnolencia de Epworth, SF-36 y PSQI. Los portugueses duermen más los días de trabajo (p(mais) 21,50% de los portugueses (p=0,0019) tenían disturbios del sueño; 32,00% de los brasileños y 21% de los portugueses presentaban SDE (p=0,0015). Entre brasileños, 43,20% conduce más que 16h/día; 73,50% de los portugueses consume alcohol (p Resumo em inglês Sleep disorders, shift work, excessive daytime sleepiness (EDS) and quality of life (QL) were evaluated by Epworth sleepiness scale, SF-36 and PSQI in 206 Brazilian and 200 Portuguese truck drivers. Portuguese drivers sleep more on working days (p(mais) ivers and 21.50% of Portuguese drivers (p=0.0019), whereas 32.00% and 21.00% had respectively EDS (p=0.0015). Brazilian truck drivers drive over 16 hours a day (43.20%) and use more amphetamines (11.10%) (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Arquitetura do sono diurno e ciclo vigília-sono em enfermeiros nos turnos de trabalho/ The architecture of day sleeping and the sleep-wake cycle in nurses in their working shifts/ La arquitectura del sueño diurno y del ciclo de vigilia en los enfermeros durante los turno de trabajo

De Martino, Milva Maria Figueiredo
2009-03-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivos verificar a arquitetura do sono diurno após o trabalho noturno, e as características do ciclo vigília-sono em enfermeiras de diferentes turnos. Foi realizado no Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, USP. Através do diário de sono avaliou-se o ciclo vigília-sono em (n=36) sujeitos, com média de idade de 30. Destes apenas cinco fizeram medidas da polissono-grafia no Laboratório de Sono. Apresentaram qualid (mais) ade de sono noturno melhor, os registros polissonográficos identificaram sono diurno com períodos curtos e incompletos quanto aos ciclos, muitos despertares que caracterizaram pouca eficácia de sono. Resumo em espanhol Este estudio tuvo como objetivos verificar la arquitectura del sueño diurno después del trabajo nocturno, y las características del ciclo de vigilia-sueño en enfermeras de diferentes turnos. El estudio fue realizado en el Hospital de Clínicas de la Facultad de Medicina en la ciudad de Ribeirao Preto, USP. A través del diario de sueño se evaluó el ciclo de vigilia-sueño en 36 sujetos, que tuvieron un promedio de edad de 30 años. Entre estos, apenas cinco realizar (mais) on medidas de la polisonografía en el Laboratorio de Sueño; los que presentaron una mejoría en la calidad de sueño nocturno; los registros polisonográficos en lo que se refiere a los ciclos, identificaron un sueño diurno con períodos cortos e incompletos; también se constató muchos despertares lo que caracteriza la poca eficacia de sueño. Resumo em inglês This study aimed to observe the architecture of day sleeping after a night of work, and the characteristics of the sleep-wake cycle in nurses working in different shifts. The study was performed at the Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, USP. The sleep-wake cycle was evaluated through the sleep diary in (n=36) subjects, with an average age of 30 years. Of these, only five performed polysomnography measurements at the Sleep Laboratory. Subjec (mais) ts presented better night sleep and the polysomnography recordings identified short periods of day sleep with incomplete cycles. Subjects woke up many times, which characterizes poor sleep efficiency.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Doenças do sono associadas a acidentes com veículos automotores: revisão das leis e regulamentações para motoristas/ Sleep apnea and automobile accidents: review of regulations for drivers

Weber, Silke Anna Theresa; Montovani, Jair Cortez
2002-05-01

Resumo em português Vários estudos mostram uma associação crescente entre distúrbio ventilatório do sono (DVS), sonolência diurna excessiva e acidentes automobilísticos. Em vários países há regulamentações específicas feitas por órgãos governamentais para identificar, através de questionários e outros exames, os motoristas que possam vir a ter essas alterações do sono. No Brasil essa discussão está agora se iniciando, e devido a isso, propomos para análise uma série de itens que devem ser integrados à nossa legislação de trânsito. Resumo em inglês Several studies show a crescent association between sleep-disordered breathing, excessive sleepiness and automobile accidents. Many countries already discussed a regulamentation dealing with fitness to drive of persons with these conditions, including questionnaire and/or investigation by a qualified specialist. In Brazil, these discussions are only at the beginning. This way, we suggest some items to be included in our traffic law.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Padrões de sono de estudantes ingressantes na Graduação em Enfermagem/ Sleep patterns of first-year nursing students/ Padrones de sueño de estudiantes de enfermería en lo primero-año

Furlani, Renata; Ceolim, Maria Filomena
2005-06-01

Resumo em português Trata-se de estudo exploratório e descritivo com o objetivo de identificar os padrões de sono de estudantes ingressantes na graduação. Desenvolvido na Universidade Estadual de Campinas SP, os dados foram coletados em dois momentos distintos por meio do Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh. Durante as férias, os estudantes apresentaram melhor qualidade/ duração de sono e adoção de horários mais condizentes com seu cronotipo. Após o início das aulas, maior (mais) número apresentou sono de má qualidade e indisposição durante o dia, talvez decorrente de maior sujeição aos horários da universidade ou à adoção de hábitos irregulares de sono. Tais achados podem estar relacionados com o desempenho acadêmico dos estudantes o que destaca a importância do desenvolvimento de estudos futuros. Resumo em espanhol Estudio exploratório/ descriptivo, describe patrones de sueño de estudiantes universitarios de primer año da Universidad Estadual de Campinas, Brasil. Se colecto información en dos ocasiones mediante el Pittsburgh Sleep Quality Index. Resultados mostraron que los estudiantes reportan sueño de mejor calidad y duración prolongada durante las vacaciones y hábitos de sueño en conformidad con el cronotipo. Después del comienzo de clases, gran numero de estudiantes rep (mais) orto sueño de calidad pobre y indisposición durante el día que pueden ser atribuidos al cambio de horario que la universidad impone sobre ellos o a la irregularidad de patrones de sueño adquiridos. Posible relación entre estos câmbios en los patrones de sueño y desempeño académico, enfatiza la importancia de otros estudios en esta área. Resumo em inglês This exploratory and descriptive study aimed at describing sleep patterns of first-year university students at the beginning of their course. The study was conducted at Campinas State University, Brazil. Data were collected in two points of time using Pittsburgh Sleep Quality Index. Results showed that students report sleep of better quality and increased length during vacations, when they kept sleep habits in conformity to chronotype. After classes started a greater numb (mais) er of subjects reported poor sleep quality and daytime lack of enthusiasm. Those changes could be due to the submission of subjects to schedules imposed by the university or to the irregularity of sleep habits assumed. Possible relationship between those sleep changes and academic performance stresses the importance of ongoing studies on this issue.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Qualidade do sono em pacientes idosos com patologias vasculares periféricas/ Sleep quality in aged patients with peripheral vascular diseases/ Calidad del sueño en pacientes de la tercera edad con patologías vasculares periféricas

Corrêa, Karina; Ceolim, Maria Filomena
2008-03-01

Resumo em português Patologias vasculares periféricas freqüentemente acometem idosos e, sendo crônicas, interferem na qualidade de vida desses indivíduos, inclusive no sono. Portanto, este estudo objetivou avaliar a qualidade do sono de idosos com patologias vasculares periféricas em acompanhamento ambulatorial no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. Os voluntários (n=50, idade média de 74 8 anos) responderam ao Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (PSQI) (mais) , forneceram dados sociodemográficos e sobre a vasculopatia (35 idosos apresentavam obstrução arterial em membros inferiores). Verificou-se que 34 idosos apresentavam sono de má qualidade. A duração do sono era de 5,8 ( 2,3) horas e, segundo 23 idosos, as dores perturbavam o sono noturno freqüentemente (três vezes na semana ou mais). Somente 18 idosos usavam analgésicos e quatro, medicamentos para dormir. Os achados podem subsidiar o enfermeiro na implementação de medidas para melhorar esse quadro e promover a qualidade de vida das pessoas acometidas. Resumo em espanhol Las patologías vasculares periféricas frecuentemente acometen a las personas de la tercera edad y, siendo crónicas, interfieren en la calidad de vida de esos individuos, inclusive en el sueño. Por tanto, en este estudio se tuvo por objetivo evaluar la calidad del sueño de personas de la tercera edad con patologías vasculares periféricas en tratamiento ambulatorio en el Hospital de las Clínicas de la Universidad Estatal de Campinas. Los voluntarios (n=50, edad medi (mais) a de 74 8 años) respondieron al Índice de Calidad de Sueño de Pittsburgh (PSQI), proporcionaron sus datos sociodemográficos y sobre la vasculopatía (35 personas de la tercera edad presentaban obstrucción arterial en miembros inferiores). Se verificó que 34 personas de la tercera edad presentaban sueño de mala calidad. La duración del sueño era de 5,8 ( 2,3) horas y, según 23 de los participantes, los dolores perturbaban su sueño nocturno frecuentemente (tres veces en la semana o más). Sólo 18 de ellos usaban analgésicos y cuatro, medicamentos para dormir. Los hallazgos pueden ayudar al enfermero en la implementación de medidas para mejorar ese cuadro y promover la calidad de vida de las personas acometidas. Resumo em inglês Peripheral vascular diseases (PVD) are prevalent among the elderly, and, due to their chronic character, result in poor quality of life and poor sleep quality. This study aimed at evaluating sleep quality of elderly people diagnosed with PVD who undergo clinical ambulatory treatment in a university hospital in Campinas, in the State of São Paulo. Subjects (n=50, aged 74 8 years old) answered the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI) and provided basic demographic data an (mais) d PVD history (35 subjects had arterial blockage in lower limbs). Results showed that 34 subjects presented bad sleep quality; sleep length was 5.8 ( 2.3) hours, and, according to 23 subjects, night sleep was frequently disturbed by pain (thrice a week or more). Eighteen subjects took analgesics; four took sleep medicines. Findings may have important implications for nurses working with PVD patients, stressing the need to take into account consequences of PVD on sleep disturbances when planning their interventions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Qualidade do sono de idosos residentes em instituição de longa permanência/ Sleep quality of elders living in long-term care institutions/ Calidad del sueño de ancianos residentes en instituciones de larga permanencia

Araújo, Claudia Lysia de Oliveira; Ceolim, Maria Filomena
2010-09-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade do sono de idosos residentes em quatro instituições de longa permanência para idosos (ILPI) de uma cidade do interior do estado de São Paulo e identificar problemas relacionados ao sono. Participaram 38 idosos, cujas funções cognitivas estavam preservadas e que residiam nas ILPI há pelo menos um ano. Foram empregues os instrumentos Ficha de Identificação, Índice de Katz e Índice de Qualidade do Sono de Pittsbur (mais) gh (PSQI), todos preenchidos pela pesquisadora. Os resultados mostraram que 81,6% dos idosos referiam qualidade do sono boa ou muito boa; entretanto, os seguintes problemas relacionados ao sono destacaram-se por sua elevada frequência: levantar-se para ir ao banheiro (63,2%); acordar no meio da noite ou muito cedo pela manhã (50%); sentir muito calor (23,7%); sentir dores (21,1%). Evidencia-se uma contradição entre a percepção da qualidade do sono e o elevado número de problemas identificados. Resumo em espanhol Este estudio tuvo como objetivo evaluar la calidad del sueño de ancianos residentes en cuatro instituciones de larga permanencia para ancianos (ILPI, siglas en portugués) de una ciudad del interior del estado de San Pablo, Brasil, e identificar problemas relacionados con el sueño. Participaron 38 anciano, cuyas funciones cognitivas estaban preservadas y que habían residido en las ILPI por lo menos por un año. Fueron empleados los instrumentos Ficha de Identificación (mais) , Índice de Katz e Índice de Calidad del Sueño de Pittsburgh (PSQI), todos completados por la investigadora. Los resultados demostraron que el 81,6% de los ancianos referían calidad de sueño buena o muy buena, mientras que os siguientes problemas relacionados al sueño se destacaron por su elevada frecuencia: levantarse para ir al baño (63,2%), despertar en medio de la noche o por la mañana demasiado temprano (50%), sentir mucho calor (23,7%), sentir dolores (21,1%). Se evidencia una contradicción entre la percepción de la calidad del sueño y la elevada cantidad de problemas identificados. Resumo em inglês This study was aimed at evaluating sleep quality and identifying sleep related problems among elderly people living in long-term care institutions in the city of São Paulo, Brazil. Subjects were 38 cognitively preserved elders living in these institutions for at least a year. Data collection was performed using the following instruments: Identification Form, Katz Index and Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI). Results showed that 81.6% of the studied elders reported the (mais) ir sleep quality was good or very good. Nevertheless, there was an elevated frequency of sleep related problems such as: getting up to go to the bathroom (63.2%); getting up in the middle of the night or very early in the morning (50%); feeling too hot (23.7%); feeling pain (21.1%). These findings show an evident contradiction between elders' perception of their sleep quality and the actual elevated number of identified sleep problems.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Qualidade de sono e função pulmonar em adolescentes portadores de anemia falciforme clinicamente estáveis/ Quality of sleep and pulmonary function in clinically stable adolescents with sickle cell anemia

Souza, Lisliê Capoulade Nogueira Arrais de; Viegas, Carlos Alberto de Assis
2007-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a qualidade de sono e função pulmonar em adolescentes portadores de anemia falciforme (AF), clinicamente estáveis. MÉTODOS: Estudo trasversal descritivo de 50 pacientes portadores de AF submetidos a polissonografia noturna e espirometria no Hospital Universitário de Brasília. Analisamos dados antropométricos, polissonográficos e de função pulmonar. Dividimos os pacientes em dois grupos segundo a saturação periférica de oxigênio (SpO2) em so (mais) no com movimentos oculares rápidos (MOR): SpO2 93%. Realizamos estatística descritiva, teste t de Student, qui-quadrado e correlação de Pearson. RESULTADOS: A média de idade foi de 13,9 ± 2,5 anos. O tempo total de sono e percentagem do sono em MOR estavam diminuídos; dois pacientes (4%) não apresentaram sono MOR. Latência de sono MOR, número de despertares, movimentação em sono, mudança de estágio, índice de distúrbios respiratórios e índice de apnéia obstrutiva estavam aumentados. Entre os dois grupos, houve diferenças estatisticamente significativas na maioria das variáveis polissonográficas. A SpO2 em sono MOR correlacionou-se de forma forte e positiva com a SpO2 em vigília, bem como com a SpO2 em sono não-MOR; e correlacionou-se de forma forte e negativa com a percentagem do tempo total de sono em que a SPO2 foi Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate quality of sleep and pulmonary function in clinically stable adolescents with sickle cell anemia (SCA). METHODS: A cross-sectional descriptive study involving 50 patients with SCA submitted to nocturnal polysomnography and spirometry at the Brasília University Hospital. Anthropometric, polysomnographic and pulmonary function data were analyzed. Patients were divided into two groups according to oxygen saturation by pulse oximetry (SpO2) during rapi (mais) d eye movement (REM) sleep: SpO2 93%. Descriptive statistics, Student's t-test, chi-square test and Pearson's correlation coefficient were used. RESULTS: Mean age was 13.9 ± 2.5 years. Total sleep time and REM sleep percentage were lower, whereas REM sleep latency, the number of awakenings, movement during sleep, changes in sleep stage, sleep-disordered breathing index and obstructive apnea index were higher. Two patients (4%) did not present REM. There were statistically significant differences between the groups in most of the polysomnographic variables. The SpO2 in REM sleep presented a strong positive correlation with waking SpO2 and with SpO2 in non-REM sleep, whereas it presented a strong negative correlation with the percentage of total sleep time during which SPO2 was

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Percepção de sono: duração, qualidade e alerta em profissionais da área de enfermagem/ How nursing staff perceive the duration and quality of sleep and levels of alertness

Fischer, Frida Marina; Teixeira, Liliane Reis; Borges, Flavio Notarnicola da Silva; Gonçalves, Mariana Brandão Lourenço; Ferreira, Regiane Miranda
2002-10-01

Resumo em português Foi realizado um estudo entre auxiliares de enfermagem e enfermeiros que trabalhavam em hospital público de São Paulo. A organização dos turnos diurnos e noturnos fixos era de 12 horas diárias, seguidas de 36 horas de descanso. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção da duração e qualidade dos episódios de sono nos dias de trabalho e de descanso, bem como dos níveis de alerta durante os turnos diurnos e noturnos de 12 horas de trabalho. Comparadas as du (mais) rações dos episódios de sono, foram detectadas diferenças significativas entre sono diurno e noturno (Teste t de Student = 10,82; p Resumo em inglês This study was conducted among health care personnel (registered nurses and nurse aides) in a public hospital in São Paulo, Brazil. Work was organized in 12-hour daytime or nighttime shifts, followed by 36 hours off. The study aimed to evaluate how the nursing staff perceived the duration and quality of sleep both during and off work days, as well as their perception of alertness during working hours. There were significant differences between night and day in the durati (mais) on of sleep (Student t test = 10.82; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Percepção de sono: duração, qualidade e alerta em profissionais da área de enfermagem/ How nursing staff perceive the duration and quality of sleep and levels of alertness

Fischer, Frida Marina; Teixeira, Liliane Reis; Borges, Flavio Notarnicola da Silva; Gonçalves, Mariana Brandão Lourenço; Ferreira, Regiane Miranda
2002-10-01

Resumo em português Foi realizado um estudo entre auxiliares de enfermagem e enfermeiros que trabalhavam em hospital público de São Paulo. A organização dos turnos diurnos e noturnos fixos era de 12 horas diárias, seguidas de 36 horas de descanso. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção da duração e qualidade dos episódios de sono nos dias de trabalho e de descanso, bem como dos níveis de alerta durante os turnos diurnos e noturnos de 12 horas de trabalho. Comparadas as du (mais) rações dos episódios de sono, foram detectadas diferenças significativas entre sono diurno e noturno (Teste t de Student = 10,82; p Resumo em inglês This study was conducted among health care personnel (registered nurses and nurse aides) in a public hospital in São Paulo, Brazil. Work was organized in 12-hour daytime or nighttime shifts, followed by 36 hours off. The study aimed to evaluate how the nursing staff perceived the duration and quality of sleep both during and off work days, as well as their perception of alertness during working hours. There were significant differences between night and day in the durati (mais) on of sleep (Student t test = 10.82; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Duração do sono em adolescentes de diferentes níveis socioeconômicos/ Sleep duration in adolescents of different socioeconomic status

Bernardo, Maria Perpeto Socorro Leite; Pereira, Érico Felden; Louzada, Fernando Mazzilli; D'Almeida, Vânia
2009-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar a duração de sono na adolescência em diferentes níveis socioeconômicos. MÉTODO: Foram investigados 863 adolescentes de 10 a 19 anos em duas escolas de São Paulo, SP, Brasil. As coletas foram realizadas por meio de questionários para identificação de informações sobre os hábitos de sono e nível socioeconômico. RESULTADOS: A duração média de sono nos dias da semana foi de 8,83(1,87) horas e a prevalência de adolescentes com duração (mais) de sono de oito ou menos horas diárias foi de 39,0% nos dias com aula. Adolescentes da classe baixa apresentaram menor duração do sono (p = 0,043). Na análise ajustada, a idade, o nível socioeconômico e o hábito de tirar a sesta foram os principais fatores associados a poucas horas de sono. Os participantes de 18 a 19 anos apresentaram maior prevalência de poucas horas de sono em comparação aos de 10 a 11 anos (PR = 4,78; CI95%: 1,98-11,53), assim como os adolescentes da classe alta em comparação com a classe baixa (PR = 1,48; CI95%: 1,20-1,83). CONCLUSÃO: Os resultados mostraram associações entre o nível socioeconômico e os hábitos de sono de adolescentes. Resumo em inglês OBJECTIVE: To investigate the sleep duration in adolescents of different socioeconomic status. METHOD: We investigated 863 adolescents from 10 to 19 years in two schools in São Paulo, SP, Brazil. Sleep habits data and socioeconomic status were obtained by questionnaires. RESULTS: Mean sleep duration on days of the week was 8.83(1.87) hours and the prevalence of adolescents with eight or fewer hours/day was 39.0% on school days (p = 0.043). On adjusted analysis, age, soci (mais) oeconomic status and taking a nap habit were the main factors associated with few hours of sleep. Older students (aged 18 to 19 years) showed higher prevalence of few hours of sleep when compared to younger students (10 to 11 years) (RP = 4.78; IC95%: 1.98-11.53), as well as for upper class adolescents when compared to those with lower socioeconomic status. CONCLUSION: Results showed the association between socioeconomic status and adolescents' sleep/wake habits.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Arquitetura do sono e perfil respiratório polissonográfico de crianças e adolescentes com fibrose cística/ Sleep architecture and polysomnographic respiratory profile of children and adolescents with cystic fibrosis

Ramos, Regina Terse Trindade; Salles, Cristina; Daltro, Carla Hilário da Cunha; Santana, Maria Angélica; Gregório, Paloma Baiardi; Acosta, Angelina Xavier
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVOS: Avaliar a arquitetura do sono em crianças e adolescentes com fibrose cística (FC) e com suspeita clínica de distúrbios respiratórios do sono (DRS), e identificar o perfil respiratório polissonográfico desses pacientes. MÉTODOS: Os pais ou responsáveis dos pacientes com FC preencheram um questionário que abordava questões clínicas e relacionadas ao sono. As crianças e adolescentes que foram identificadas com quadro clínico sugestivo de DRS foram su (mais) bmetidas a polissonografia. Após a realização da polissonografia, os pacientes foram agrupados de acordo com o índice de apneia obstrutiva (IA) observado ( Resumo em inglês OBJECTIVES: To evaluate sleep architecture in children and adolescents with both cystic fibrosis (CF) and a clinical suspicion of sleep-disordered breathing (SDB), and to identify the respiratory polysomnographic profile of these patients. METHODS: Parents or guardians of children with CF filled out a questionnaire designed to assess their clinical and sleep conditions. Children who were identified as having behaviors associated with SDB underwent polysomnography. After p (mais) olysomnography, patients were grouped according to the obstructive apnea index (AI) obtained (either

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Qualidade do sono em mulheres paulistanas no climatério/ Quality of sleep of climacteric women in São Paulo: some significant aspects

Souza, Carmen Lúcia; Aldrighi, José Mendes; Lorenzi Filho, Geraldo
2005-06-01

Resumo em português OBJETIVO: O climatério é um período de grandes transformações em que a qualidade do sono usualmente se deteriora. O objetivo foi avaliar subjetivamente a qualidade do sono em mulheres no climatério (35 a 65 anos). MÉTODOS: Um questionário contendo informações pessoais, hábitos/saúde, sexualidade e sono foi aplicado a 271 mulheres. RESULTADOS: A amostra estudada constituiu-se principalmente de mulheres casadas, ativas profissionalmente, de alta condição econ� (mais) �mica e escolaridade, não usuárias de terapêutica hormonal da menopausa (THM), com hábito freqüente de ingerir café e com pouco consumo de álcool/tabaco. A maioria das participantes tinha hábito de jantar e de praticar atividade física. A avaliação subjetiva da qualidade do sono foi considerada ruim por 29% das mulheres da amostra. A menopausa e a autopercepção de saúde foram as únicas variáveis que exibiram relação estatisticamente significante com a qualidade do sono. Mulheres na perimenopausa (ou seja, entre 45 anos e até um ano após a menopausa) e após menopausa cirúrgica declararam a pior qualidade de sono, enquanto mulheres na pré-menopausa revelaram a melhor qualidade de sono. Mulheres que se consideravam saudáveis informaram melhor qualidade de sono do que as que declararam problemas de saúde. CONCLUSÃO: A qualidade do sono piora durante o climatério e nas mulheres que se percebem doentes; ademais, há um grande desconhecimento de regras básicas de higiene do sono entre as mulheres. Resumo em inglês OBJECTIVE: To subjectively evaluate the quality of sleep in menopausal women (35 to 65 years of age) METHOD: A questionnaire about personal information, habits/health, sexuality and sleep was administered to 271 women. RESULTS: The sample under study included mostly married women, professionally active with a higher education and financial status, not using menopause hormone therapy, (MHT) habitual coffee drinkers and limited users of alcohol/tobacco. Most participants ha (mais) bitually had dinner and practiced physical exercises. Subjective evaluation of the quality of sleep was considered poor by 29% of the women in this sample. Menopause and self- awareness of health were the only variables that had a statistically significant relation with the quality of sleep. Perimenopausal women (that is to say from 45 years until one year after menopause) and those after surgical menopause stated the worst quality of sleep, while women at pre-menopause disclosed the best quality of sleep. Women who deemed themselves healthy reported a better quality of sleep than those that mentioned health problems. CONCLUSION: quality of sleep worsens during the climacterium and in women that consider themselves sick. Furthermore, there is a considerable lack of knowledge about the basic rules of sleep hygiene among women.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Padrão do ciclo sono-vigília e sua relação com a ansiedade em estudantes universitários/ Sleep/wake cycle pattern and its relationship with anxiety in college students

Almondes, Katie Moraes de; Araújo, John Fontenele de
2003-04-01

Resumo em português Neste trabalho, foram investigadas as relações entre o ciclo sono-vigília e a ansiedade. O ciclo sono-vigília e traço e estado de ansiedade foram avaliados em 37 estudantes do segundo ano do curso médico. Os estudantes responderam ao Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh - IQSP, ao Inventário de Estado e Traço de Ansiedade - IDATE e a um questionário de matutinidade - vespertinidade (cronotipo). Todos registraram seu sono em um diário durante duas semanas. (mais) Os resultados mostraram que os estudantes de medicina tinham altos escores de traço e estado de ansiedade. Aqueles que tinham maiores escores de traço de ansiedade acordavam mais cedo nos dias de semana e finais de semana enquanto os que apresentavam irregularidade do seu ciclo sono-vigília apresentaram maior estado de ansiedade. Sugere-se que há uma relação entre o ciclo sono-vigília e a ansiedade. Resumo em inglês This paper examines the relationship between the sleep/wake cycle and anxiety in medical students. The sleep/wake cycle and anxiety were evaluated in 37 second year medical school students. The volunteers answered a morningness-eveningness questionnaire, Pittsburgh Sleep Quality Index - PSQI and state and trait of anxiety inventory - STAI; all kept a sleep/wake diary for two weeks. The results showed that the students had high anxiety trait and state. Students who had hig (mais) h anxiety trait had an earlier sleep offset on weekdays and weekend, and students who displayed irregularity in the sleep/wake cycle had high anxiety state. These results suggest a relationship between the sleep/wake cycle and anxiety.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Relações entre padrão do sono, saúde percebida e variáveis socioeconômicas em uma amostra de idosos residentes na comunidade: Estudo PENSA/ Relations between sleep patterns, perceived health and socioeconomic variables in a sample of community resident elders: PENSA Study

Oliveira, Beatriz Helena Domingos; Yassuda, Mônica Sanches; Cupertino, Ana Paula Fabrino Bretas; Neri, Anita Liberalesso
2010-05-01

Resumo em português O padrão de sono se destaca por estar entre as mais frequentes queixas dos idosos. Mudanças na velhice podem ser observadas em diversos níveis da arquitetura e qualidade do sono. Assim, o objetivo do presente estudo foi observar a relação entre alterações do sono associadas à idade, sintomas de insônia, sintomas de apnéia e sintomas de parassonia com variáveis socioeconômicas e saúde autopercebida. O padrão de sono foi avaliado pelo Mini-Sleep Questionary. O (mais) s resultados apontaram que as mulheres e o grupo com menor escolaridade apresentaram maior frequência de sintomas de insônia, os idosos-idosos e o grupo com melhor percepção da saúde apresentaram menor frequência de sintomas apnéicos, e melhor percepção da saúde geral associou-se a melhor padrão de sono. Conclui-se que o padrão do sono é influenciado por características socioeconômicas como idade, gênero, escolaridade e saúde geral percebida. Resumo em inglês Changes in sleep pattern constitute a common complaint among elders. Age-related changes can be observed in different levels of the architecture and quality of sleep. The objective of the present study was to observe the relation between age-related sleep changes, insomnia symptoms, apnea symptoms, parasomnia symptoms with socio-economic variables and perceived health status. Sleep pattern was evaluated using the Mini-Sleep Questionnaire. Results indicated that women and (mais) individuals with lower education reported higher frequency of insomnia symptoms, the elder-elder group. On the other hand, individuals with higher perceived health status presented lower frequency of apnea symptoms, and higher perceived health status was associated to better sleep pattern overall. It can be concluded that sleep pattern is associated to socio-economic variables such as age, gender, education and perceived health.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Relações entre padrão do sono, saúde percebida e variáveis socioeconômicas em uma amostra de idosos residentes na comunidade: Estudo PENSA/ Relations between sleep patterns, perceived health and socioeconomic variables in a sample of community resident elders: PENSA Study

Oliveira, Beatriz Helena Domingos; Yassuda, Mônica Sanches; Cupertino, Ana Paula Fabrino Bretas; Neri, Anita Liberalesso
2010-05-01

Resumo em português O padrão de sono se destaca por estar entre as mais frequentes queixas dos idosos. Mudanças na velhice podem ser observadas em diversos níveis da arquitetura e qualidade do sono. Assim, o objetivo do presente estudo foi observar a relação entre alterações do sono associadas à idade, sintomas de insônia, sintomas de apnéia e sintomas de parassonia com variáveis socioeconômicas e saúde autopercebida. O padrão de sono foi avaliado pelo Mini-Sleep Questionary. O (mais) s resultados apontaram que as mulheres e o grupo com menor escolaridade apresentaram maior frequência de sintomas de insônia, os idosos-idosos e o grupo com melhor percepção da saúde apresentaram menor frequência de sintomas apnéicos, e melhor percepção da saúde geral associou-se a melhor padrão de sono. Conclui-se que o padrão do sono é influenciado por características socioeconômicas como idade, gênero, escolaridade e saúde geral percebida. Resumo em inglês Changes in sleep pattern constitute a common complaint among elders. Age-related changes can be observed in different levels of the architecture and quality of sleep. The objective of the present study was to observe the relation between age-related sleep changes, insomnia symptoms, apnea symptoms, parasomnia symptoms with socio-economic variables and perceived health status. Sleep pattern was evaluated using the Mini-Sleep Questionnaire. Results indicated that women and (mais) individuals with lower education reported higher frequency of insomnia symptoms, the elder-elder group. On the other hand, individuals with higher perceived health status presented lower frequency of apnea symptoms, and higher perceived health status was associated to better sleep pattern overall. It can be concluded that sleep pattern is associated to socio-economic variables such as age, gender, education and perceived health.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Impacto da higiene do sono em doentes com síndroma de apneia obstrutiva do sono/ Impact of sleep hygiene on patients with obstructive sleep apnoea syndrome

Bahia, Mariana Guedes; Soares, Vera; Winck, João Carlos
2006-03-01

Resumo em português Este estudo pretendeu avaliar o impacto de um folheto sobre medidas de higiene do sono (MHS) numa população de 36 doentes recém-diagnosticados com síndroma de apneia obstrutiva do sono (SAOS) e a iniciar tratamento. Esperava-se que: 1) A informação sobre as MHS transmitida através do folheto alterasse alguns dos hábitos relativos ao sono da população; e que, 2) A intervenção em forma de folheto informativo se traduzisse numa melhoria da avaliação subjectiva (mais) das queixas relativas ao sono. No pré-teste, avaliaram-se os hábitos e as queixas relativas ao sono da população. No pós-teste reavaliaram-se os hábitos de sono e os doentes fizeram uma avaliação da contribuição das MHS para a diminuição das suas queixas relativas ao sono. Não houve diferenças significativas na adopção de MHS entre os dois momentos; porém, globalmente, os doentes consideraram que as MHS contribuíram ligeiramente para a melhoria das suas queixas. A adopção pouco visível das MHS pode ter-se devido ao facto de os doentes já possuírem uma higiene do sono razoável no pré-teste, bem como ao facto de a escala utilizada não ser suficientemente discriminativa. Além disso, a exigência de uma auto-disciplina associada à implementação das MHS pode ter colidido com exigências várias, entre as quais a adaptação ao tratamento com CPAP (continuous positive air pressure). Seria interessante, num estudo posterior, avaliar em que medida é que após a adaptação inicial ao CPAP se alterariam os níveis de implementação das medidas de HS, o que implicaria um estudo longitudinal. Convém por isso não desistir de recordar aos doentes da importância das MHS, oferecendo novos folhetos actualizados em consultas de seguimento. Resumo em inglês The purpose of this study was to evaluate the impact of a Sleep Hygiene brochure on a population of 36 patients recently diagnosed with Obstructive Sleep Apnoea Syndrome and beginning treatment. One expects that: 1) the information about Sleep Hygiene offered in the brochure would change some of the patients' habits toward sleep; and that, 2) this intervention in the form of a free informative brochure would have an echo in terms of a better subjective evaluation of sleep (mais) complaints. The sleep habits and the sleep complaints were evaluated in the pre-test. Those variables were re-evaluated in the post-test and at that time the patients filled in a scale of satisfaction with the information about Sleep Hygiene, in terms of its contribution to improving their sleep complaints. There were no significant differences in the level of compliance to Sleep Hygiene between the two periods, although the majority of the patients considered that Sleep Hygiene did improve their sleep difficulties. The low level of compliance may be due to the fact that patients already had reasonable Sleep Hygiene habits, and also to the fact that the scale was not sufficiently discriminative. In addition, the self-discipline that Sleep Hygiene involves may have collided with other demands such as the adaptation to treatment with CPAP (Continuous Positive Air Pressure). In a following study, it would be interesting to find if the levels of sleep hygiene compliance would change if they were implemented after the initial adaptation to CPAP, which would imply a longitudinal study. It would be helpful to keep reminding the patients of Sleep Hygiene importance, offering new and update brochures to the patients during consultations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Relação entre sono e obesidade: uma revisão da literatura/ Relation between sleep and obesity: a literature review

Crispim, Cibele Aparecida; Zalcman, Ioná; Dáttilo, Murilo; Padilha, Heloisa Guarita; Tufik, Sérgio; Mello, Marco Túlio de
2007-10-01

Resumo em português A diminuição do tempo de sono tem se tornado uma condição endêmica na sociedade moderna, e a literatura atual tem encontrado importantes associações epidemiológicas entre o prejuízo no padrão habitual do sono e a obesidade. Com base nisso, a presente revisão analisou o papel do sono e da sua alteração no desencadeamento da obesidade. Diversos estudos indicam que os indivíduos que dormem menos têm uma maior possibilidade de se tornarem obesos, e que o encurt (mais) amento do sono aumenta a razão grelina/leptina, gerando o aumento do apetite e da fome. Isto pode estar associado à maior ingestão calórica e ao desencadeamento da obesidade. Dessa forma, um padrão adequado de sono torna-se fundamental para o controle da massa corporal, devendo ser incentivado pelos profissionais da saúde. Resumo em inglês Reduction in sleep time has become an endemic condition in modern society and current literature has found important epidemiological associations between damage in the habitual standard of sleep and obesity. On this basis, the present revision analyzed the role of sleep and its alteration in the promotion of obesity. Diverse studies indicate that subjects that sleep less have greater possibility of becoming obese, and the shortening of sleep increases the leptin/grelin re (mais) ason, generating increase of the appetite and hunger. This can be associated to the biggest caloric intake and promotion of obesity. An adequate standard of sleep becomes basic for the regulation of body mass and must be stimulated by health professionals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Transtornos do sono em pacientes ambulatoriais com depressão/ Sleep disorders in outpatients with depressive disorder

Chellappa, Sarah Laxhmi; Araújo, John Fontenele
2006-01-01

Resumo em português CONTEXTO: Os transtornos do sono são uma característica marcante do transtorno depressivo e podem ocorrer nos primeiros estágios da depressão, antecipá-la ou ser um sintoma residual. OBJETIVO: Avaliar as queixas de transtornos do sono em pacientes ambulatoriais com transtorno depressivo de um hospital geral. MÉTODOS: Foi realizado um estudo observacional, transversal, com uma amostra de 70 pacientes (44 mulheres e 26 homens) com diagnóstico de transtorno depressivo (mais) , segundo os critérios da DSM-IV. Os pacientes foram entrevistados e avaliados por meio da ficha de identificação do questionário de hábitos de sono e do Inventário de Depressão de Beck (IDB). RESULTADOS: Neste estudo, 50 (71,3%) pacientes apresentaram recorrência das queixas de transtornos do sono. A média dos escores obtida no IDB foi 35,83±8,85, com diferenças significativas entre os pacientes com (38,50±8,70) e sem (29,60±7,80) recorrência (p 3 episódios (p Resumo em inglês BACKGROUND: Sleep disorders are a characteristic feature of depressive disorder and can occur in the first stages of depression, anticipate it or act as a residual symptom. OBJECTIVE: To evaluate sleep disorder complaints in outpatients with depressive disorder from a general hospital. METHODS: An observational, cross-sectional study was carried out with a test group of 70 patients (44 women and 26 men) with diagnosis of depressive disorder, according to the DSM-IV criter (mais) ia. The patients were interviewed and evaluated by the Identification Questionnaire, the Sleep Habits Questionnaire and the Beck Depression Inventory (BDI). RESULTS: In this study, 50 (71.3%) patients had recurrence of sleep disorder complaints. Mean BDI score was 35.83+8.85, with significant differences between patients with (38.50+8.70) and without (29.60+7.80) recurrence (p 3 episodes (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

O estresse e qualidade de sono do enfermeiro nos diferentes turnos hospitalares/ Stress and sleep quality of nurses working different hospital shifts/ El estrés y la calidad de sueño del enfermero en los diferentes turnos hospitalarios

Rocha, Maria Cecília Pires da; Martino, Milva Maria Figueiredo De
2010-06-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivo analisar a relação entre estresse e qualidade do sono de enfermeiros que atuam em diferentes setores hospitalares, dos turnos diurnos e noturnos. Foi realizado em uma instituição hospitalar da cidade de Campinas, São Paulo. Utilizou-se para a coleta de dados: Escala Bianchi de Stress modificada (EBSm) e o Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI). Participaram 203 enfermeiros com faixa etária predominante de 40 a 49 anos de ida (mais) de. Os resultados indicaram que houve uma correlação significativa entre estresse e sono (correlação de Spearman; r= 0,21318; p= 0,0026) e entre níveis elevados de estresse e qualidade de sono ruim para os enfermeiros do turno da manhã (p=0,030; Teste Qui-Quadrado). Concluiu-se que o nível de estresse pode ser um fator diretamente correlacionado com o sono, visto que quanto maior o nível de estresse dos enfermeiros, pior é a qualidade de sono. Resumo em espanhol Este estudio tuvo como objetivo analizar la relación entre estrés y calidad del sueño de enfermeros que actúan en diferentes sectores hospitalarios, de los turnos diurnos y nocturnos. Fue realizado en una institución hospitalaria de la ciudad de Campinas, São Paulo, Brasil. Para la recolección de datos se utilizaron la Escala Bianchi de Stress modificado (EBSm) y el Índice de la Calidad del Sueño de Pittsburgh (PSQI). Participaron 203 enfermeros, pertenecientes e (mais) n forma predominante a la faja etaria que comprende de los 40 a los 49 años de edad. Los resultados indicaron que hubo una correlación significativa entre estrés y sueño (Correlación de Spearman; r = 0,21318; p = 0,0026) y entre niveles elevados de estrés y mala calidad de sueño para los enfermeros del turno de la mañana (p= 0,030; Test Qui-Cuadrado). Se concluyó en que el nivel de estrés puede ser un factor correlacionado directamente con el sueño, apuntándose que cuanto mayor es el nivel de estrés de los enfermeros, peor es la calidad de su sueño. Resumo em inglês The purpose of this study was to analyze the relationship between stress and sleep quality among nurses who work on different hospital departments during morning, afternoon and night shifts. This study was performed in a hospital in Campinas, Sao Paulo. Data collection was performed using the Bianchi Stress Scale modified (BSSm) and Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI). Study participants were 203 registered nurses, mostly aged between 40 and 49 years. Results show there (mais) is a significant correlation between stress and sleep (Spearman Analysis; r= 0.21318; p= 0.0026). Nurses working morning shifts showed higher stress levels (p = 0.030; Chi-square Test,) and poor sleep quality. In conclusion, stress level was a factor directly correlated to sleep, showing that the higher the stress score, the worse the quality of sleep.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Distúrbios do sono na epilepsia do lobo temporal/ Sleep disorders in temporal lobe epilepsy

Almeida, Cláudia Ângela Vilela de; Lins, Otávio Gomes; Lins, Salustiano Gomes; Laurentino, Sílvia; Valença, Marcelo Moraes
2003-12-01

Resumo em português A presença de distúrbios do sono e macroestrutura do sono foi avaliada em 39 pacientes com epilepsia do lobo temporal (ELT). Sonolência foi a queixa mais frequente (85%), seguida por despertares noturnos (75%), história de crise epiléptica durante o sono (69%) e dificuldade de iniciar o sono (26%). As parassonias, síndrome de pernas inquietas, apnéia de sono e movimentos periódicos de membros inferiores foram os distúrbios de sono mais frequentes. Principais alte (mais) rações da arquitetura de sono foram: fragmentação do sono, aumento do número de mudanças de estágios (100%) e do tempo acordado após o início do sono (77%) e redução do sono REM (92%). Houve correlação inversa entre a escala de sonolência de Epworth e o teste de latências múltiplas de sono (p Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate sleep macrostructure and sleep disturbance in a group of 39 patients with temporal lobe epilepsy (TLE). Patients completed questionnaires to evaluate their sleep and subjective daytime sleepiness (Epworth Sleepiness Scale [ESS]) and undergone Polysomnography and Multiple Sleep Latency Test (MSLT). Daytime sleepiness was the most frequent complaint (85%), followed by wakefulness during sleep, history of seizures during sleep (75% (mais) ) and initial insomnia (26%). Parassomnias (67%), obstructive sleep apneas (13%), restless legs syndrome (15%) and periodic limb movements (5%) were the most frequent sleep disorders. The most frequent changes of sleep patterns were: sleep architecture fragmentation (100%), decreased amount of REM sleep (92%) and increase in time awake after sleep onset (77%). There were significative correlations between the ESS and the MSLT (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Privação de sono e exercício físico/ Sleep deprivation and exercise

Antunes, Hanna Karen M.; Andersen, Monica L.; Tufik, Sergio; De Mello, Marco Tulio
2008-02-01

Resumo em português A privação do sono é a remoção ou supressão parcial do sono, e esta condição pode causar diversas alterações: endócrinas, metabólicas, físicas, cognitivas, neurais e modificações na arquitetura do sono, que em conjunto comprometem a saúde e a qualidade de vida do sujeito nestas condições. Já o exercício físico praticado regularmente promove benefícios como melhora do aparato cardiovascular, respiratório, endócrino, muscular e humoral, além disso, (mais) pode melhorar a qualidade do sono. Entretanto, a associação desses dois parâmetros não tem sido bem explorada, em parte pela dificuldade conseguir voluntários que se submetam a essa condição principalmente sem nenhum tipo de compensação financeira. A maioria dos estudos que investigaram o binômio exercício físico e privação de sono focou os efeitos no desempenho aeróbio. Embora ainda haja controvérsias, os estudos apontam para pequena ou nenhuma alteração desse parâmetro quando as duas situações se fazem presentes. Em relação à potência anaeróbia e força não tem sido encontrados alterações significativas, mas para eventos prolongados, parece haver uma interação entre a privação de sono e o exercício físico, o que sugere um mecanismo de proteção. Entretanto, é importante considerar que uma das alterações mais importantes causadas pela privação do sono é o aumento na percepção subjetiva, que por si só já representa um fator para diminuição e comprometimento do desempenho físico e pode representar um elemento de "mascaramento" dos efeitos deletérios da privação. Assim, o objetivo da presente revisão é o de discutir os diferentes aspectos da relação entre o exercício físico e a privação de sono, evidenciando seus efeitos e reflexos no desempenho físico. Resumo em inglês Sleep deprivation can be defined as total or partial suppress of sleep and is associated with alterations in endocrine, metabolic, physical, cognitive functions and modifications of the sleep patterns that compromise health and quality of life. Physical exercise is associated with improvement of cardiovascular, respiratory, muscular, endocrine and nervous system, and a better sleep quality. However, the association of these two conditions is unclear, partly due to the dif (mais) ficulty to obtain volunteers to participate in this type of protocol with no financial compensation. The majority of the studies which investigate the association between physical exercises and sleep deprivation focus on aerobic performance and verify little or no effect of this parameter. Concerning anaerobic power and strength, significant alterations have not been found; however, for prolonged events there may be an interaction between these two factors, which suggests a protection mechanism. Nevertheless, it is important to consider that one of the main alterations caused by sleep deprivation the increase of the subjective perception, which presents a factor to decrease and compromise the physical performance per se, and may represent a masking element of the deleterious effects of sleep deprivation. Thus, the aim of present review is to discuss the different aspects of relationship between physical exercise and sleep deprivation, showing their effects and consequences in physical performance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Distúrbios do sono/ Sleep disorders

Nunes, Magda Lahorgue
2002-08-01

Resumo em português Objetivo: o objetivo deste artigo é realizar uma atualização sobre o tema distúrbios do sono na infância. Fontes dos dados: foram revisados aspectos normais da ontogênese do sono e o manejo dos distúrbios do sono mais prevalentes na infância. O texto foi baseado em artigos e livros clássicos da literatura e em pesquisa na Medline (publicações dos anos 2000 e 2001), utilizando os termos distúrbios do sono e infância. Síntese dos dados: o artigo foi estruturad (mais) o em tópicos, apresentados de forma descritiva, contendo a definição do distúrbio do sono, idade de risco, características clínicas e manejo terapêutico. Conclusões: os distúrbios do sono são queixas bastante freqüentes no consultório pediátrico, e o seu diagnóstico preciso é fundamental para o estabelecimento da terapêutica adequada. Na maioria dos casos, uma boa anamnese é suficiente para o diagnóstico e para assegurar aos pais a benignidade do problema, e o melhor tratamento. Resumo em inglês Objective: the aim of this article is to review and update the knowledge about sleep disorders in childhood. Sources: normal sleep ontogenesis and therapeutics for the most prevalent sleep disorders were reviewed. The text was based on classical articles and books and on Medline (publications from 2000 and 2001) using the key words sleep disorders and childhood. the article was structured on descriptive topics containing definition of the sleep disorder, age, clinical pre (mais) sentation and therapeutics. Summary of the findings: sleep disorders are frequent concerns referred in pediatrics outpatient clinics, and a correct diagnosis is the main goal to establish therapeutic procedures. Conclusions: In the majority of cases clinical history is sufficient to establish diagnosis and assuring parents of the benign evolution of the symptoms the better treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Avaliação do padrão e das queixas relativas ao sono, cronotipo e adaptação ao fuso horário dos atletas brasileiros participantes da paraolimpíada em Sidney - 2000/ Evaluation of sleep patterns and sleep-related complaints, chronotype, and time zone adaptation of Brazilian athletes participant in the Sydney 2000 paralympic games

Mello, Marco Túlio de; Esteves, Andrea Maculano; Comparoni, Aniella; Benedito-Silva, Ana Amélia; Tufik, Sergio
2002-06-01

Resumo em português Diversas metodologias têm sido desenvolvidas para investigar a qualidade e as principais queixas e distúrbios relacionados ao sono. Uma forma conhecida de investigar as características temporais dos organismos é a cronobiologia, ciência divide a população em três cronotipos básicos para avaliar as diferenças individuais na prevalência pelos horários de vigília e de sono: os matutinos, os vespertinos e os indiferentes. Outro ponto importante, é que existem po (mais) ucos estudos relacionando o padrão do sono em indivíduos com necessidades especiais e a atividade física. O sono é considerado como restaurador e o exercício está associado diversas alterações no padrão de sono. A maioria dos estudos referente ao feito do exercício sobre o sono podem ser abordados ou correlacionados com a teoria de restauração das funções do sono. O objetivo deste estudo foi o de avaliar o padrão, queixas relativas ao sono, cronotipo e adaptação ao fuso horário de Sidney dos atletas brasileiros que disputaram a paraolimpíada em 2000. Participaram da avaliação 64 atletas paraolímpicos, com idades de 26,3 (± 5,9). Todos os atletas responderam aos questionários de padrão e queixas relativas ao sono e cronotipo, passando também por uma adaptação ao fuso horário de Sidney. Oprocesso de sincronização ao fuso horário foi realizado de forma abrupta, na tentativa de romper com o ciclo claro-escuro que estava relacionado ao horário brasileiro. Os resultados demonstram que 34,4% dos atletas apresentavam uma insatisfação com o seu próprio sono, sendo que os distúrbios de sono mais relatados foram: apnéia (14%), refluxo gástrico (15,6%), dor de cabeça (14,1%), ansiedade pós-pesadelo (39,1%), caimbras (20,3%), sonilóquio (26,6%), pânico noturno (9,4%), PLM (9,4%) e bruxismo (9,4%). Em relação a avaliação do cronotipo dos atletas, 73,43% se demonstraram indiferentes, 6,22% vespertinos moderados e 20,31% matutinos moderados. Observou-se boa aceitação com todo o trabalho e o mesmo deve ter contribuído e refletido nos resultados finais dos jogos, visto que a equipe paraolímpica obteve um excelente resultado final. Resumo em inglês Several methods have been used to investigated the quality and the main complaints and disturbances related to sleep. Chronobiology is a way of investigating temporal features of organisms. Such science divides the population into three basic chronotypes to evaluate individual differences in the prevalence of wake and sleep times: the morning types, the evening types, and the indifferent. Another important aspect is the scarcity of studies that relate sleep pattern of the (mais) individuals to special needs and physical activity. Sleep is considered restorative, and exercise is associated to several changes in the sleep pattern. Most studies dwelling on the effects of exercise upon sleep may be correlated or seen under the light of the theory of restorative functions of sleep. The purpose of this study is to evaluate the pattern, the sleep-related complaints, the chronotype, and the time zone adaptation of Brazilian athletes who participated in the Sydney 2000 Paralympic Games. 64 athletes participated in the evaluation, mean age of 26.3 (± 5.9). All of the athletes answered a questionnaire regarding sleep pattern, sleep-related complaints, chronotype, and time zone adaptation in Sydney. Time zone synchronization was abrupt, in an attempting at breaking the dark-light cycle related to the Brazilian time zone. Results show that 34.4% of the athletes were dissatisfied with their own sleep, and sleep disturbances most reported were: apnea (14%), gastric reflux (15.6%), headache (14.1%), pre-nightmare anxiety (39.1%), cramps (20.3%), sleep-talking (26.6%), nocturnal panic (9.4%), periodic legs movement (9.4%), and bruxism (9.4%). As regards athlete chronotype, 73.43% showed to be indifferent, 6.22% were moderate evening type, and 20.31% were moderate morning type. Good acceptance of the work was observed, which may have contributed towards, and reflected in, the final results of the games, as the Brazilian team had an excellent final result.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Gênero e trabalho noturno: sono, cotidiano e vivências de quem troca a noite pelo dia/ Gender and night work: sleep, daily life, and the experience of night shift workers

Rotenberg, Lúcia; Portela, Luciana Fernandes; Marcondes, Willer Baumgartem; Moreno, Cláudia; Nascimento, Cristiano de Paula
2001-06-01

Resumo em português O artigo trata do impacto do trabalho noturno sob o enfoque de gênero, através de trabalho de campo em uma indústria que emprega homens e mulheres no turno noturno. O estudo se baseia em informações sobre os horários de sono por várias semanas, dados sócio-demográficos e relativos ao trabalho profissional e em entrevistas semi-estruturadas. A metodologia considera aspectos cronobiológicos do sono - essencialmente quantitativos - e elementos discursivos dos/as tr (mais) abalhadores/as sobre suas vivências - masculinas e femininas - da troca do dia pela noite. Em que pese as questões de gênero e diferenças quanto ao cotidiano, a inversão de horários é sentida de forma intensa por homens e mulheres, permeando diversos aspectos da vida, como a saúde, o lazer, os estudos e as relações amorosas. A análise quantitativa do sono revelou efeitos mais prejudiciais do trabalho noturno sobre as mulheres, particularmente as que têm filhos. Tais padrões do sono se articularam com as expectativas que recaem sobre os gêneros, revelando a profunda interrelação entre o trabalho profissional e a vida doméstica como geradoras de impactos à saúde, o que ressalta o caráter essencial das relações de gênero na compreensão da realidade vivida pelos que trabalham em horários não usuais. Resumo em inglês This paper deals with the impact of night work from a gender perspective, through a field study at a factory employing men and women on the night shift. It is based on data for hours of sleep over the course of several weeks, socio-demographic data,, and job information, using a semi-structured interview. The methodology includes chronobiological aspects of sleep (mainly quantitative data) and workers' discourse concerning gender-related experiences in the day-to-night sw (mais) itch. Despite gender issues and differences in daily life, the switch is perceived quite vividly by both men and women, permeating several aspects of life, like health, leisure, studies, and intimate personal relations. Quantitative sleep analysis showed more severe effects of night work on women, especially those with children. Such sleep patterns were associated with different expectations among men and women, revealing gender issues that are essential for understanding the reality of individuals who work odd hours.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Gênero e trabalho noturno: sono, cotidiano e vivências de quem troca a noite pelo dia/ Gender and night work: sleep, daily life, and the experience of night shift workers

Rotenberg, Lúcia; Portela, Luciana Fernandes; Marcondes, Willer Baumgartem; Moreno, Cláudia; Nascimento, Cristiano de Paula
2001-06-01

Resumo em português O artigo trata do impacto do trabalho noturno sob o enfoque de gênero, através de trabalho de campo em uma indústria que emprega homens e mulheres no turno noturno. O estudo se baseia em informações sobre os horários de sono por várias semanas, dados sócio-demográficos e relativos ao trabalho profissional e em entrevistas semi-estruturadas. A metodologia considera aspectos cronobiológicos do sono - essencialmente quantitativos - e elementos discursivos dos/as tr (mais) abalhadores/as sobre suas vivências - masculinas e femininas - da troca do dia pela noite. Em que pese as questões de gênero e diferenças quanto ao cotidiano, a inversão de horários é sentida de forma intensa por homens e mulheres, permeando diversos aspectos da vida, como a saúde, o lazer, os estudos e as relações amorosas. A análise quantitativa do sono revelou efeitos mais prejudiciais do trabalho noturno sobre as mulheres, particularmente as que têm filhos. Tais padrões do sono se articularam com as expectativas que recaem sobre os gêneros, revelando a profunda interrelação entre o trabalho profissional e a vida doméstica como geradoras de impactos à saúde, o que ressalta o caráter essencial das relações de gênero na compreensão da realidade vivida pelos que trabalham em horários não usuais. Resumo em inglês This paper deals with the impact of night work from a gender perspective, through a field study at a factory employing men and women on the night shift. It is based on data for hours of sleep over the course of several weeks, socio-demographic data,, and job information, using a semi-structured interview. The methodology includes chronobiological aspects of sleep (mainly quantitative data) and workers' discourse concerning gender-related experiences in the day-to-night sw (mais) itch. Despite gender issues and differences in daily life, the switch is perceived quite vividly by both men and women, permeating several aspects of life, like health, leisure, studies, and intimate personal relations. Quantitative sleep analysis showed more severe effects of night work on women, especially those with children. Such sleep patterns were associated with different expectations among men and women, revealing gender issues that are essential for understanding the reality of individuals who work odd hours.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Comparação entre o eletrencefalograma de sono natural e o induzido por hidrato de cloral em relação às alterações paroxísticas e ao ritmo de base: paroxystic changes and baseline rythms/ Comparison between natural sleep EEG and chloral hydrate induced sleep EEG

Castro, C.B.B.; Chisté, M.A; Vizioli, J.F.; Córdova, N.M.; Ohlweiler, L.; Lago, I.S.; Carvalho, W.N.; Kliemann, F.; Rotta, N.T.
1994-09-01

Resumo em português Estudo das variações do EEG paroxístico provocadas pelo uso do hidrato de cloral a 20%, na dose de 50mg/Kg, na indução do sono em 50 crianças epilépticas de 1 a 12 anos de idade, em monoterapia ou sem anticonvulsivantes. Foi observado que o hidrato de cloral é capaz de induzir o sono sem efeitos colaterais e é capaz de modificar o EEG em sono, melhorando a organização dos fusos de sono e diminuindo os paroxismos generalizados. Resumo em inglês EEG changes associated with the use of chloral hydrate (50 mg/Kg) to induce sleep were evaluated in 50 epileptic children (ages 1 to 12 years), either taking no anticonvulsants or on monotherapy. It was observed that chloral hydrate was capable of inducing sleep without side effects and was capable of modifying the sleep EEG, improving organization of sleep spindles and generalized paroxysms.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Apneia obstrutiva do sono em portadores da anemia falciforme/ Obstructive sleep apnea in sickle cell disease carriers

Salles, Cristina; Ramos, Regina T. T.; Matos, Marcos A.
2010-02-01

Resumo em português A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é definida como episódios recorrentes de obstrução completa ou parcial das vias aéreas superiores que ocorrem durante o sono. O fluxo aéreo pode estar diminuído ou completamente interrompido, a despeito do esforço inspiratório, resultando em episódios intermitentes de hipoxemia, hipercapnia. A presença de SAOS poderá ser um fator de piora da hipoxemia noturna, da doença de base, concorrendo para ocorrência de s (mais) índrome torácica aguda. Com o objetivo de revisar dados sobre a fisiopatologia da SAOS em crianças e adolescentes portadores de anemia falciforme, foi realizada busca eletrônica de artigos no Medline e Lilacs nos últimos dez anos, bem como referências cruzadas dos artigos encontrados. Palavras-chaves: "sleep apnea, sickle cell anemia, sickle cell disease, pathophysiology ". Estudos sugerem que a SAOS pode potencializar o quadro clínico, ou seja, as crises álgicas, déficit de estatura, de peso, cognitivo e de inteligência, dessaturação arterial noturna, e acidente vascular cerebral das crianças portadoras de anemia falciforme. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. Resumo em inglês Obstructive Sleep Apnea Syndrome (OSAS) is defined as recurrent episodes of complete or partial obstruction of the upper airway during sleep. The airflow can be reduced or completely stopped despite of inspiratory effort, resulting in intermittent episodes of hypoxemia and hypercapnia. OSAS may be a factor in the worsening of nocturnal hypoxemia, of the underlying disease, leading to acute chest syndrome. The aim of this work was to review data on the pathophysiology of O (mais) SAS in children and adolescents with sickle cell anemia. We revisited articles published over the last ten years linked to the Medline and Lilacs databases, as well as cross-referencing using these articles. The following keywords were used: sleep apnea, obstructive sleep apnea, sickle cell anemia, sickle cell disease. Studies suggest that OSAS may increase clinical complications, such as painful crises, delayed growth, cognitive and intelligence disorders, nocturnal arterial desaturation and strokes in children with sickle cell anemia. Studies suggest that OSAS may increase the clinical complications of children with sickle cell anemia. Rev. Bras. Hematol. Hemoter.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Estudo comparativo entre a qualidade do sono em crianças de 7 a 15 anos com epilepsia clinicamente controlada e refratária/ Comparative study between sleep behavior in children from seven to 15 years-old with controlled epilepsy and refractory epilepsy

Vidotto, Gisele A. Frederich; Liberalesso, Paulo Breno Noronha; Farias, Antônio Carlos de; Jurkiewicz, Ari Leon; Zeigelboim, Bianca Simone; Löhr Júnior, Alfredo
2008-12-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: a relação entre epilepsia e sono é conhecida há muitos anos. Distúrbios do sono e epilepsia são condições patológicas de elevada prevalência na população geral, particularmente na infância e adolescência. O objetivo deste estudo foi comparar a qualidade do sono em crianças com idades entre sete e 15 anos portadoras de epilepsia controlada e refratária. MÉTODOS: o questionário "Sleep Behavior Questionnaire", traduzido e validado para a líng (mais) ua portuguesa, foi aplicado aos pacientes com epilepsia controlada e com epilepsia refratária atendidos no Serviço de Neurologia Infantil do Hospital Pequeno Príncipe entre abril e setembro de 2007. RESULTADOS: foram incluídos 46 pacientes, sendo 24 com epilepsia controlada (Grupo 1) e 22 com epilepsia refratária (Grupo 2). Foi aplicado o teste estatístico de Mann-Whitney para amostras independentes e constatado diferença significativa (p = 0,000) ente os índices de qualidade de sono entre os dois grupos, sendo a qualidade de sono considerada pior nos pacientes com epilepsia refratária. Alterações no EEG não evidenciaram relação significativa com a qualidade de sono. CONCLUSÃO: nossos dados demonstram que crianças entre 7 e 15 anos portadoras de epilepsia refratária têm pior qualidade de sono que as crianças com epilepsia controlada. Resumo em inglês INTRODUCTION: The relationship between epilepsy and sleep has been recognized many years. Sleep disturbances and epilepsy are pathological conditions of raise prevalence in the general population, particularly in infancy, childhood and adolescence. The aim of this study was to compare the sleep behavior in children from seven to 15 years-old with controlled epilepsy and refractory epilepsy. METHODS: The scale "Sleep Behavior Questionnaire", translated and validated for Po (mais) rtuguese language, was applied to all patients with controlled epilepsy and refractory epilepsy who attended the Pediatric Neurology Department of Hospital Pequeno Príncipe between April and September 2007. RESULTS: The 46 patients were divided into 2 groups, which consisted of 24 with controlled epilepsy (Group 1) and 22 with refractory epilepsy (Group 2). Mann-Whitney statistical test was applied and a significant statistical difference (p=0,000) was evidenced between the index of sleep behavior of the two groups, the equality of sleep being considered worse in the patients with refractory epilepsy. CONCLUSION: The data showed the children from seven to 15 years-old with refractory epilepsy have worse quality of sleep than children with controlled epilepsy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Depressão pós-parto e alterações de sono aos 12 meses em bebês nascidos na zona urbana da cidade de Pelotas/RS/ Postpartum depression and sleep disorders in 12 month-old babies born in the urban area of Pelotas city

Lopes, Eliane Rozales; Jansen, Karen; Quevedo, Luciana de Ávila; Vanila, Russélia Godoy; Silva, Ricardo Azevedo da; Pinheiro, Ricardo Tavares
2010-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar se existe associação entre as alterações no sono dos bebês aos 12 meses de vida e a depressão pós-parto materna. MÉTODOS: Estudo do tipo transversal aninhado a uma coorte. A amostra foi constituída por mulheres que realizaram o acompanhamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), nas unidades básicas de saúde do município de Pelotas, e que tiveram seus partos a partir de junho/2006. Os bebês de 12 meses oriundos dessa gestação também faz (mais) em parte da amostra. Para avaliar a presença de sintomas depressivos nas mães, foi utilizada a Edinburgh Postnatal Depression Scale (EPDS) e foram investigados os seguintes comportamentos do sono dos bebês: horas de sono por dia, regularidade do horário para dormir e acordar, sono agitado e despertar noturno. Para análise, foi utilizada Regressão de Poisson. RESULTADOS: 35,7% dos bebês possuem alteração no padrão de sono. Após o ajuste ao modelo hierárquico proposto, a alteração no sono infantil manteve associação com a sintomatologia depressiva da mãe (p Resumo em inglês OBJECTIVE: Verify whether there is association between sleep disorders in babies at 12 months of age and postpartum depression in motherhood. METHODS:Cross sectional study. The sample was made up of women who had done their prenatal medical care at the National Health System (SUS), at the health basic units in Pelotas and who had their deliveries from June, 2006. The 12 month old babies from these women are also part of the sample. In order to assess depressive symptoms i (mais) n the mothers, Edinburgh Postnatal Depression Scale was used and the following sleeping behaviors of the babies were investigated: hours of sleep per day, regularity of sleep and wake up time, disturbed sleep and night awakening. Poisson Regression was used for the analysis. RESULTS: 35.7% of the babies showed alterations in their sleeping patterns. After adjusting for the proposed hierarchal model, sleep alteration of the babies was still associated with the depressive symptoms of the mothers (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Percepção de qualidade do sono e da qualidade de vida de músicos de orquestra/ Sleep quality and quality of life perception in orchestra musicians

Pereira, Érico Felden; Teixeira, Clarissa Stefani; Kothe, Fausto; Merino, Eugenio Andrés Díaz; Daronco, Luciane Sanchotene Etchepare
2010-01-01

Resumo em português CONTEXTO: As condições de saúde e trabalho de músicos profissionais têm sido pouco investigadas. OBJETIVOS: Identificar a frequência de baixa qualidade de sono em um grupo de músicos de orquestra, bem como analisar possíveis associações com as variáveis de percepção da qualidade de vida geral. MÉTODO: A qualidade do sono, o cronotipo e a qualidade de vida geral foram avaliados por meio dos questionários de Pittsburgh, Horne-Ostberg e WHOQOL-bref, respectiva (mais) mente, em 22 músicos (17 homens e cinco mulheres) de uma orquestra. RESULTADOS: A baixa qualidade do sono foi identificada em 71%. As dimensões mais associadas à qualidade de sono foram a capacidade para desempenhar as atividades do dia a dia (p = 0,003) e do trabalho (p = 0,004), dor e desconforto (p = 0,006), satisfação com as relações pessoais (p = 0,007) e capacidade de aproveitar a vida (p = 0,008). O domínio físico na análise da qualidade de vida foi o que apresentou maior poder explicativo para a qualidade do sono (34%). O cronotipo e as horas de sono não apresentam associação com a qualidade do sono. CONCLUSÕES: Identificou-se uma alta frequência de baixa qualidade de sono. Medidas para a promoção da qualidade do sono nesta população devem priorizar as variáveis relacionadas à qualidade de vida em seu aspecto físico. Resumo em inglês BACKGROUND: The health and work conditions of professional musicians have been little investigated. OBJECTIVES: Identify the frequency of poor sleep quality in a group of orchestra musicians and examine possible associations with the variables of perception of overall quality of life. METHOD: The sleep quality, the chronotype and overall quality of life were evaluated by mean questionnaire of Pittsburgh, Horne-Ostberg e WHOQOL-bref, respectively, at 22 musicians (17 men a (mais) nd five women) in an orchestra. RESULTS: The prevalence of poor sleep quality was 71%. The dimensions most associated with quality of sleep were the ability to perform activities of day-to-day (p = 0.003) and labor (p = 0.004), pain and discomfort (p = 0.006), satisfaction with personal relationships (p = 0.007) and the ability to enjoy life (p = 0.008). The physical analysis of quality of life was the greatest explanatory power for the sleep quality (34%). The chronotype and hours of sleep do not show association with the quality of sleep. DISCUSSION: We found a high frequency of poor sleep quality among orchestra musicians. Measures to promote sleep quality in this population should prioritize the variables related to quality of life in its physical aspect.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Efetividade do Toque Terapêutico sobre a dor, depressão e sono em pacientes com dor crônica: ensaio clínico/ The effectiveness of Therapeutic Touch on pain, depression and sleep in patients with chronic pain: clinical trial/ Efectividad del Toque Terapéutico en dolor, depresión y sueño en pacientes con dolor crónica: ensayo clínico

Marta, Ilda Estefani Ribeiro; Baldan, Sueli Santiago; Berton, Ani Fabiana; Pavam, Michele; Silva, Maria Júlia Paes da
2010-12-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivo verificar a efetividade do Toque Terapêutico na diminuição da intensidade da dor, escores de auto-avaliação de depressão e melhora da qualidade do sono. Consiste em um ensaio clínico do tipo antes e depois, realizado com 30 idosos com dor crônica não-oncológica que receberam 8 sessões de Toque Terapêutico Método Krieger-Kunz na Unidade Básica de Saúde de Fernandópolis (SP), Brasil. A Escala Analógica Visual para dor foi apli (mais) cada antes e após cada sessão, o Inventário de Depressão de Beck e o Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh, antes da primeira e após a última. A análise dos dados demonstrou diminuição significativa (p Resumo em espanhol Este estudio tuvo como objetivo verificar la efectividad del Tacto Terapéutico en la disminución de la intensidad del dolor, puntajes de autoevaluación de depresión y mejora de la calidad del sueño. Consistió en un ensayo clínico del tipo antes y después, realizado en una Unidad Básica de Salud de Fernandópolis - SP - Brasil, con 30 ancianos con dolor crónico no oncológico que recibieron 8 sesiones de Tacto Terapéutico Método Krieger-Kunz. La Escala Analógi (mais) ca Visual para dolor fue aplicada antes y después de cada sesión, el Inventario de Depresión de Beck y el Índice de Calidad del Sueño de Pittsburgh antes de la primera y luego de la última. El análisis de los datos demostró una disminución significativa (p Resumo em inglês This research aimed to check the effectiveness of Therapeutic Touch on decreased pain intensity, depression self-assessment scores and improved sleep quality. A clinical before-after trial is presented. The study was carried out at a Basic Health Unit in Fernandópolis, SP-Brazil, involving 30 elderly patients with chronic non-oncologic pain who received 8 sessions of Therapeutic Touch in accordance with the Krieger-Kunz method. The Visual Analogue Scale for pain was appl (mais) ied before and after each session, and Beck Depression Inventory and the Pittsburgh Sleep Quality Index before the first and after the last session. Data analysis showed a significant decrease (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Prevalência da apneia obstrutiva do sono em crianças e adolescentes portadores da anemia falciforme/ Prevalence of obstructive sleep apnea in children and adolescents with sickle cell anemia

Salles, Cristina; Ramos, Regina Terse Trindade; Daltro, Carla; Barral, Andréa; Marinho, Jamocyr Moura; Matos, Marcos Almeida
2009-11-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência da síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) em crianças e adolescentes com anemia falciforme (AF) e investigar a possível correlação entre hemoglobina anual média e tempo total de sono com SpO2 (mais) rio, foram avaliados por um pediatra e um otorrinolaringologista, e submetidos a estudo polissonográfico. O diagnóstico de SAOS foi definido como IAH > 1. RESULTADOS: A prevalência da SAOS foi 10,6%. Observou-se uma correlação negativa entre hemoglobina anual média e tempo total de sono com SpO2 Resumo em inglês OBJECTIVE: To estimate the prevalence of obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) in children and adolescents with sickle cell anemia (SCA); to investigate the possible correlation between mean annual hemoglobin level and total sleep time with SpO2 (mais) nts with SCA. The patients completed a questionnaire, were submitted to polysomnography and underwent clinical evaluation (by a pediatrician and an otolaryngologist). An AHI > 1 was considered indicative of a diagnosis of OSAS. RESULTS: The prevalence of OSAS was 10.6%. We found a negative correlation between mean annual hemoglobin level and total sleep time with SpO2

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Efeitos da fisioterapia aquática na dor e no estado de sono e vigília de recém-nascidos pré-termo estáveis internados em unidade de terapia intensiva neonatal/ Effect of aquatic physical therapy on pain and state of sleep and wakefulness among stable preterm newborns in neonatal intensive care units

Vignochi, Carine; Teixeira, Patrícia P.; Nader, Silvana S.
2010-06-01

Resumo em português OBJETIVOS: Avaliar os efeitos da fisioterapia aquática na dor e no ciclo de sono e vigília de bebês prematuros estáveis hospitalizados. MÉTODOS: A pesquisa caracterizou-se como ensaio clínico não controlado de séries temporais. Foram incluídos 12 recém-nascidos clinicamente estáveis com idade gestacional inferior a 36 semanas internados em unidade de terapia intensiva neonatal. Após serem selecionados, os recém-nascidos foram colocados no meio líquido, onde (mais) foi iniciada a fisioterapia aquática, com duração de 10 minutos, na qual foram realizados movimentos que estimulam as posturas flexoras e a organização postural. Foram avaliados os ciclos sono e vigília por meio da escala de avaliação do ciclo de sono e vigília adaptada de Brazelton (1973)*, a presença de sinais de dor por meio da escala Sistema de Codificação da Atividade Facial Neonatal (NFCS), além de parâmetros fisiológicos. RESULTADOS: Em relação aos estados de sono e vigília, antes da fisioterapia, os recém-nascidos apresentaram comportamentos que variaram entre totalmente acordados, com movimentos corporais vigorosos e choro. Após a fisioterapia, os estados de sono variaram entre sono leve com olhos fechados e algum movimento corporal. Esses valores apresentaram diferenças estatisticamente significativas (p Resumo em inglês OBJECTIVES: To evaluate the effects of aquatic physical therapy on pain and on the cycle of sleep and wakefulness among stable hospitalized premature infants. METHODS: This study was characterized as an uncontrolled clinical trial on a time series and included 12 clinically stable newborns of gestational age less than 36 weeks who were hospitalized in a neonatal intensive care unit (NICU). After selection, the newborns were placed in a liquid medium for aquatic physical t (mais) herapy lasting 10 minutes. Movements to stimulate flexor posture and postural organization were performed. The sleep-wakefulness cycle was assessed using the adapted Brazelton (1973)* scale and pain was assessed by the occurrence of signs of pain according to the Neonatal Facial Coding System (NFCS) scale; and physiological parameters. RESULTS: In relation to states of sleep and wakefulness, before the physical therapy, the newborns' behavior varied from fully awake with vigorous body movements to crying. After the physical therapy, the states of sleep ranged from light sleep with closed eyes to some body movement. These values presented statistically significant differences (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Síndrome das apnéias-hipopnéias obstrutivas do sono: associação com gênero e obesidade e fatores relacionados à sonolência/ Obstructive sleep apnea-hypopnea syndrome: association with gender, obesity and sleepiness-related factors

Knorst, Marli Maria; Souza, Fábio José Fabrício de Barros; Martinez, Denis
2008-07-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar os efeitos de gênero e obesidade e identificar fatores relacionados à sonolência diurna excessiva (SDE) em indivíduos com síndrome das apnéias-hipopnéias obstrutivas do sono (SAHOS). MÉTODOS: Foram selecionados para inclusão no estudo 300 pacientes consecutivos, atendidos em clínica do sono, com índice de apnéia/hipopnéia (IAH) > 10 eventos/hora de sono, que completaram adequadamente a avaliação clínica. RESULTADOS: A média de idade foi (mais) de 47 ± 11 anos e o IAH médio foi de 52,1 ± 29,2 eventos/hora de sono. As mulheres apresentaram maior média de idade, menos sonolência e menos tempo em apnéia. O escore médio de SDE foi de 14,7 ± 7,2. O escore de SDE correlacionou-se melhor com movimentos corpóreos (r = 0,43; p Resumo em inglês OBJECTIVE: To study the effects that gender and obesity have on excessive daytime sleepiness (EDS) in individuals with obstructive sleep apnea-hypopnea syndrome (OSAHS), as well as to identify factors associated with EDS in such individuals. METHODS: A total of 300 consecutive patients who completed the clinical evaluation satisfactorily and whose polysomnography showed an apnea-hypopnea index (AHI) > 10 events/hour of sleep were selected from a sleep clinic population fo (mais) r inclusion in the study. RESULTS: Mean age was 47 ± 11 years, and mean AHI was 52.1 ± 29.2 events/hour of sleep. Females presented higher mean age, lower EDS scores and less time in apnea. Mean EDS score was 14.7 ± 7.2. The EDS score correlated better with body movements (r = 0.43; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Desenvolvimento dos estados de sono na infância/ Development of sleep stages in childhood/ Desarrollo de los estados de sueño en la infancia

Geib, Lorena Teresinha Consalter
2007-06-01

Resumo em português Na perspectiva de descrever alguns aspectos da ontogênese e da organização dos estados de sono no primeiro ano de vida, revisou-se na literatura as alterações fisiológicas e comportamentais controladas pelas mudanças que ocorrem durante o sono nessa etapa desenvolvimental. Além disso, com fundamentação na teoria precursora do sono, expõe-se as etapas da diferenciação, a classificação e a organização temporal dos estados de sono, com vistas ao manejo favorável dos eventos ambientais, que afetam a organização do sono infantil. Resumo em espanhol Con la perspectiva de describir algunos aspectos de la ontogénesis y de la organización de los estados del sueño en el primer año de la vida, fueron revisadas, en la literatura, las alteraciones fisiológicas y comportamentales controladas por los cambios que ocurren durante el sueño en esta etapa del desenvolvimiento. Además de esto, fundamentándose en la teoría precursora del sueño, se exponen las etapas de la diferencia, de la clasificación y de la organizaci (mais) ón temporal de los estados del sueño, con vistas al manejo favorable de los eventos ambientales, que afectan la organización del sueño infantil. Resumo em inglês With the perspective of describing some aspects of the ontogenesis and organization of the sleep stages during the first year of life, a literature review was carried out to assess the physiological and behavioral alterations controlled by changes occurring during sleep at this developmental stage. In addition, based on the sleep preceding theory, the stages of differentiation, classification and time organization of sleep stages are presented, aiming at the favorable management of environmental events that affect the organization of infant sleep.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Repercussões imunológicas dos distúrbios do sono: o eixo hipotálamo-pituitária-adrenal como fator modulador/ Immune outcomes of sleep disorders: the hypothalamic-pituitary-adrenal axis as a modulatory factor

Palma, Beatriz Duarte; Tiba, Paula Ayako; Machado, Ricardo Borges; Tufik, Sergio; Suchecki, Deborah
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisar a literatura a respeito da interação entre sono e sistema imunológico. MÉTODO: Busca no Web of Science e no PubMed com os descritores: sono, privação de sono, estresse, eixo hipotálamo-pituitária-adrenal, sistema imunológico e doenças auto-imunes. RESULTADOS: Foram encontrados 588 artigos no Web of Science. As 61 referências mais significativas e mais relacionadas aos objetivos do estudo foram utilizadas. Foram incluídos artigos originais e d (mais) e revisão. CONCLUSÃO: A privação de sono e o sistema imunológico exercem e sofrem influências mútuas. A privação de sono é considerada um estressor, uma vez que induz a elevação do cortisol em seres humanos - ou da corticosterona em roedores. Os glicocorticóides, por sua vez, exercem um efeito imunossupressor. Por essas razões, foi proposto que o aumento da ativação do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal seja um importante mediador das alterações imunológicas observadas em pacientes com insônia ou privados de sono. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the literature on the interaction between sleep and the immune system. METHOD: A search on Web of Science and Pubmed database including the keywords sleep, sleep deprivation, stress, hypothalamic-pituitary-adrenal axis, immune system, and autoimmune diseases. RESULTS: On Web of Science, 588 publications were retrieved; 61 references, more significant and closer to our objective, were used, including original articles and review papers. CONCLUSION: Sle (mais) ep deprivation and immune system exert a bidirectional influence on each other. Since sleep deprivation is considered a stressor, inasmuch as it induces elevation of cortisol or corticosterone levels in humans and rodents, respectively, and given the well-known immunosuppressive effect of glucocorticoids, we propose that increased activation of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis is a major mediator of the immune alterations observed in patients with insomnia or in sleep deprived subjects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Aspectos dos efeitos do sono no aparelho digestório/ Effects of sleep on the gastrointestinal tract

DANTAS, Roberto Oliveira; ABEN-ATHAR, Cynthia Gutierrez
2002-03-01

Resumo em português Racional - Durante o sono ocorrem modificações no funcionamento do aparelho digestório decorrentes da diminuição da influência do sistema nervoso central. Embora haja resultados controversos, decorrentes das dificuldades metodológicas de estudo do aparelho digestório durante o sono, no geral, a atividade está diminuída. Objetivos - Descrever o que é conhecido sobre o efeito do sono nos diferentes órgãos do aparelho digestório. Durante o sono ocorrem: diminui (mais) ção da salivação, da freqüência de deglutições, da pressão do esfíncter superior do esôfago e do número de contrações primárias do esôfago. Dados de fontes de referências - Alguns trabalhos demonstraram esvaziamento gástrico lento, outros indicam que durante o sono REM o esvaziamento é rápido. O ritmo da atividade motora intestinal é mais regular à noite do que durante o dia. Durante o sono a fase II do complexo motor migrante intestinal está bastante diminuída, podendo estar ausente. A velocidade de propagação da fase III está diminuída, bem como o índice de motilidade. Situação semelhante é observada no cólon, que tem o tônus e as contrações diminuídas. A pressão do canal anal diminui durante o sono e a atividade do reto está aumentada. Entretanto, a pressão do canal anal continua maior do que a do reto e as contrações no reto são, em sua maioria, retrógradas. Síntese dos dados - O mais freqüente mecanismo causador do refluxo gastroesofágico é o relaxamento transitório do esfíncter inferior do esôfago. A freqüência deste relaxamento está diminuída durante o sono, o que explica a menor ocorrência de episódios de refluxo durante a noite. Neste período o principal causador de refluxo é a pressão baixa do esfíncter. O refluxo nestas condições é mais grave porque o paciente geralmente está na posição supina, portanto a gravidade não contribui para a retirada do material refluído do esôfago, a salivação está diminuída, dificultando a neutralização do ácido, e as contrações primárias do esôfago também estão diminuídas. Conclusões - Considerando estes fatores é esperado que episódio de refluxo ocorrido durante o sono tenha maior duração do que aquele ocorrido no estado de vigília. É demonstrado que o decúbito lateral direito favorece episódios de refluxo. É conhecido também a possibilidade do refluxo gastroesofágico estar associado a broncoespasmo noturno e apnéia do sono. Resumo em inglês Background - During sleep the gastrointestinal system function is markedly reduced most of the time. Objectives - In this revision we described the effect of sleep on the digestive system. Salivation, swallowing rate, upper esophageal sphincter pressure and number of primary esophageal contractions have all been shown to be reduced during sleep. Data sources - Gastric emptying is slow during sleep but the REM sleep is associated with faster gastric emptying. During the ni (mais) ght we have a more regular intestinal motility than during the day. During sleep, phase II of the migrating motor complex cycle is virtually absent, both during diurnal or nocturnal sleep. The nocturnal velocity of migrating motor complex propagation in the proximal small bowel is slower than the diurnal velocity. The colon has a decrease in tonus and contractions. The anal canal pressure is lower and rectum activity is higher during sleep than during the awake state, but the anal pressure is still higher than the rectum pressure and the rectum contractions are most frequently retrograde. Data synthesis - Transient lower esophageal sphincter relaxation is the most frequent cause of gastroesophageal reflux. The frequency of this transient relaxation is very low during sleep. Gastroesophageal reflux during sleep is more frequently associated with a low lower esophageal sphincter pressure. Conclusions - In this situation the disease is worse because the patient is in the supine position, so gravity does not help the acid esophageal clearance, salivation is decreased and the primary esophageal contraction is not frequent, a fact causing a prolongation of acid clearance during sleep. The right lateral position during sleep causes more reflux episodes than the left lateral position. The gastroesophageal reflux may be associated with nocturnal wheezing, chronic nocturnal cough and sleep apnea.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Síndroma de apneia obstrutiva do sono como causa de acidentes de viação/ Obstructive sleep apnoea syndrome as a cause of road traffic accidents

Aguiar, M; Valença, J; Felizardo, M; Caeiro, F; Moreira, S; Staats, R; Almeida, A A Bugalho de
2009-05-01

Resumo em português Vários estudos demonstram que os doentes com síndroma de apneia obstrutiva do sono (SAOS) têm um risco aumentado de acidentes de viação. O objectivo do presente trabalho consistiu em analisar, nestes doentes, se há diferenças nos que referem acidentes e/ /ou quase acidentes e aqueles que o não fazem. Material e métodos: Estudaram-se prospectivamente 163 doentes com SAOS (índice apneia/hipopneia (IAH)>10/h) diagnosticados por polissonografia nocturna (PSG), todos (mais) condutores de veículos, 18,4% do quais profissionais. Na altura da entrevista clínica foi inquirido se tinham tido, nos três anos antes acidentes e/ou quase acidentes devido a hipersonia diurna (Grupo II = 74) ou não (Grupo I = 89). Estes dois grupos foram comparados quanto a: idade, índice de massa corporal (IMC), escala de sonolência de Epworth (ESE), PaO2 e PaCO2 diurnas, avaliação da qualidade de vida pelo inquérito Functional Outcomes of Sleep Questionnaire (FOSQ teste) e dados da polissonografia - tempo total de sono (TTS), eficiência do sono, estádios do sono, índice de microdespertares (IMD), índice de apneia/hipopneia (IAH), SaO2 mínima e média, % tempo SaO2 Resumo em inglês Several studies have demonstrated that obstructive sleep apnoea syndrome (OSAS) patients have a higher rate of road traffic accidents. Our study aimed to analyse any differences in OSAS patients between those who reported having had road traffic accidents and/or near misses and those who did not. Methods: We studied 163 patients with OSAS (apnoea-hypopnoea index (AHI)>10/h) diagnosed using nocturnal polysomnography (NPSG), all drivers, 18.4% of whom drove for a living. Pa (mais) tients were asked at their first clinical interview to self-report road traffic accidents and/or near misses over the past 3 years which had been caused by abnormal daytime drowsiness. This allowed patients to be divided into two groups, those who had had road traffic accidents and/or near misses and those who had not. Both were compared as to age, body mass index (BMI), Epworth Sleepiness Scale (ESS), daytime PaO2 and PaCO2, Functional Outcomes of Sleep Questionnaire (FOSQ) test and NPSG data. This latter was total sleep time (TTS), sleep efficiency, sleep stages, arousal index (ARI), AHI, minimal and average SaO2, % of time with SaO2

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

A genética dos distúrbios do sono na infância e adolescência/ The genetics of sleep disorders in childhood and adolescence

Nunes, Magda Lahorgue; Bruni, Oliviero
2008-08-01

Resumo em português OBJETIVO: O objetivo deste artigo é revisar a literatura sobre a genética dos distúrbios do sono na infância e adolescência. FONTES DOS DADOS: As palavras-chave "sono" e "genética" foram usadas para pesquisar por artigos publicados nos últimos cinco anos no banco de dados MEDLINE. A seguir, seus resumos foram analisados. A pesquisa também incluiu artigos clássicos, com a primeira descrição dos genes. SÍNTESE DOS DADOS: A recorrência familiar de muitos distúr (mais) bios do sono é um achado freqüente, mas loci genéticos foram descobertos para poucos deles. Descrevemos aqui distúrbios do sono transmitidos por herança genética e também aqueles que apresentam altos índices de recorrência familiar, apesar de nenhum gene específico haver sido encontrado. CONCLUSÕES: Apesar da maioria dos distúrbios do sono ainda não terem uma base molecular identificada, técnicas modernas são cada vez mais utilizadas para determinar a contribuição dos genes ao sono e aos seus distúrbios associados. A importância clínica destas descobertas pode estar relacionada com a melhoria de métodos diagnósticos, mas também como alvo para o desenvolvimento de medicações específicas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the literature regarding the genetics of sleep disorders in childhood and adolescence. SOURCES: Articles published in the past 5 years were searched on MEDLINE using the keywords sleep and genetics. Abstracts were then analyzed. Classical articles with the first description of genes were also included. SUMMARY OF THE FINDINGS: We often find familial recurrence in many sleep disorders. However, gene loci were discovered for only a few of them. We descr (mais) ibe sleep disorders transmitted by genetic heritance and also those in that, although a gene was not found, familial recurrence is high. CONCLUSION: Although most of the sleep disorders do not have by now an identified molecular basis, modern techniques are being increasingly applied to determine the contribution of genes to sleep and its associated disorders. The clinical importance of these discoveries may relate not only to improving diagnostic methods but also as a target for drug development.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono Fisiopatologia, Epidemiologia, Consequências, Diagnóstico e Tratamento/ Obstructive Sleep Apnea Syndrome

Pereira, Adão
2007-01-01

Resumo em português A síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) é uma condição caracterizada por obstruções repetidas das vias aéreas superiores que resultam, frequentemente, em dessaturação de oxigénio e despertares do sono. A hipersonolência diurna é uma manifestação clássica da SAOS mas outros sintomas tais como sono não reparador, capacidade de concentração diminuída e fadiga são frequentemente referidos. Outras consequências da respiração anormal durante o sono (mais) incluem disfunção neurocognitiva, desenvolvimento de doenças cardiovasculares, disfunção metabólica e redução da qualidade de vida. A SAOS é mais comum nos homens obesos com mais de 40 anos e nas mulheres obesas após a menopausa. Os factores de risco para a SAOS incluem a obesidade, hipertrofia das amígdalas e/ou das adenóides e anomalias craniofaciais como, por exemplo, a retrognatia e a micrognatia. A maioria dos doentes com SAOS são obesos e a obesidade é conhecida como um factor de risco crucial. As opções terapêuticas incluem a perda de peso quando a doença está relacionada com a obesidade e outras medidas gerais (abstenção de bebidas alcoólicas e de fármacos com efeitos sedativos, e cessação dos hábitos tabágicos). A aplicação por via nasal de uma pressão positiva de ar (CPAP) é o meio mais eficaz no tratamento de todos os sintomas da SAOS, qualquer que seja o seu grau de gravidade. O tratamento cirúrgico deve ser entendido como um último recurso e em casos seleccionados. Resumo em inglês Obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) is a condition characterized by repetitive obstruction of the upper airway often resulting in oxygen desaturation and arousals from sleep. The classic manifestation is excessive sleepiness but other symptoms such as unfreshing sleep, poor concentration and fatigue are commonly reported. Other consequences of the abnormal breathing during sleep include neurocognitive dysfunction, development of cardiovascular disorders, metabolic dys (mais) function, and impaired quality of life. OSAS is a sleep breathing disorder that is most common in obese men over the age of 40 and obese women after menopause. The common risk factors for OSAS include obesity, enlarged tonsils and adenoids, and craniofacial abnormalities (e.g., retrognathia and micrognathia). The vast majority of OSAS cases are obese and obesity is known as a crucial risk factor. Therapeutical options include weight loss by either caloric restriction or bariatric surgery when the disease is related to obesity and other general measures (alcohol and sedatives such as benzodiazepines avoidance and smoking cessation). The application of nasal CPAP remains highly effective for the treatment of all symptoms related to all degrees of OSAS. The surgery only must be considered in selected cases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Avaliação da qualidade do sono em estudantes de Medicina/ Assessing quality of sleep in medical students

Cardoso, Hígor Chagas; Bueno, Fernanda Carla de Castro; Mata, Jaqueline Cardoso da; Alves, Ana Paula Rodrigues; Jochims, Isadora; Vaz Filho, Ivan Henrique Ranulfo; Hanna, Marcelo Michel
2009-09-01

Resumo em português Os estudantes de Medicina compõem um grupo susceptível aos transtornos do sono, em razão da carga curricular em horário integral, das atividades extracurriculares e da forte pressão e estresse, com exigência de alto rendimento e tempo demandado em estudos. O objetivo deste trabalho foi avaliar os hábitos do sono dos estudantes da graduação e residentes da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás, a fim de identificar os principais fatores que afeta (mais) m a qualidade do sono. Foram analisados 276 estudantes, sendo 234 (84,7%) acadêmicos e 42 (18,2%) residentes. Aplicou-se o questionário Índice de Qualidade do sono de Pittsburg (PSQI) e a escala de sonolência de Epworth. A análise dos questionários revelou associação estatisticamente significante entre sonolência e qualidade do sono (RR:1,108; IC 95% 1,0047 - 1,2240). O trabalho demonstrou que estudantes com sonolência diurna excessiva apresentam pior qualidade de sono; e uma variação significativa da prevalência da sonolência diurna excessiva e da qualidade ruim do sono entre as amostras de primeiro ano de graduação e residentes. Resumo em inglês As a group, medical students are particularly susceptible to sleep disorders, due to their full-time course load, extracurricular activities, and heavy pressure and stress, with the demand for high yield and extensive study time. The aim of this study was to evaluate the sleeping habits of medical students and residents at the School of Medicine, Federal University in Goiás, in order to identify the principal factors that affect quality of sleep. The study analyzed a sam (mais) ple of 276 individuals, including 234 (84.7%) undergraduate medical students and 42 (18.2%) residents. The study used the questionnaire for the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI) and the Epworth Sleepiness Scale (ESS). Analysis of the questionnaires showed a statistically significant association between sleepiness and quality of sleep (RR: 1.108; 95%CI 1.0047 - 1.2240). The study showed that students with excessive daytime sleepiness present worse quality of sleep, and that there was a significant variation in the prevalence of excessive daytime sleepiness and poor quality of sleep when comparing first year undergraduates and residents.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Consenso brasileiro de ronco e apneia do sono: aspectos de interesse aos ortodontistas/ Brazilian consensus of snoring and sleep apnea: aspects of interest for orthodontists

Chaves Junior, Cauby Maia; Dal-Fabbro, Cibele; Bruin, Veralice Meireles Sales de; Tufik, Sergio; Bittencourt, Lia Rita Azeredo
2011-02-01

Resumo em português O objetivo deste artigo é explicitar o posicionamento das sociedades médicas que, reunidas, estabeleceram consenso sobre os parâmetros clínico-laboratoriais que envolvem os distúrbios respiratórios do sono, em especial o ronco e a síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS). Os ortodontistas, que vêm ocupando gradativamente seu espaço em equipes multidisciplinares que atuam na área do sono humano, pouco conhecem sobre essa uniformização coordenada pela Associ (mais) ação Brasileira de Sono. Os trabalhos clínicos e as pesquisas científicas oriundos da Odontologia, e em particular da Ortodontia, também devem observar e seguir esses critérios de diagnóstico e tratamento estabelecidos pela comunidade médica brasileira. Resumo em inglês The objective of this article is to clarify the positions of the medical societies that have worked together to establish a consensus regarding the clinical and laboratory parameters involved in sleep-disordered breathing, particularly snoring and obstructive sleep apnea syndrome (OSAS). Orthodontists have gradually come to take part in multidisciplinary teams that act in the area of human sleep, but few know about the uniformity coordinated by the Brazilian Association o (mais) f Sleep. Clinical and scientific studies from the field of dentistry (particularly orthodontics) also must observe and follow these diagnosis and treatment criteria established by the Brazilian medical community.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono: associação com obesidade, gênero e idade/ Obstructive sleep apnea and hypopnea syndrome (OSAHS): association with obesity, gender and age

Daltro, Carla H. da Cunha; Fontes, Francisco H. de O.; Santos-Jesus, Rogério; Gregorio, Paloma Baiardi; Araújo, Leila Maria Batista
2006-02-01

Resumo em português A síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono (SAHOS) tem grande importância devido às conseqüências neurocognitivas e cardiovasculares. O objetivo deste estudo foi avaliar a freqüência e associação da SAHOS com a classe de obesidade, gênero e idade, em pacientes ambulatoriais referidos a um laboratório de sono. Foram selecionados 1.595 pacientes (71,7% masculinos) com idade média ± DP de 46,7 ± 11,7 anos e IMC de 28,1 ± 5,1 kg/m² (mais) . Foi considerado ter apnéia quando o índice de apnéia e hipopnéia (IAH) foi > 5 eventos/hora de sono. A freqüência de SAHOS foi de 71,1% nos homens e de 50,3% nas mulheres (p 55 anos tinham SAHOS (p Resumo em inglês Obstructive sleep apnea and hypopnea syndrome (OSAHS) has been the focus of extensive research because of its association with neurocognitive and cardiovascular complications. The aim of this study was to evaluate the frequency and association between OSAHS and the class of obesity, gender and age in outpatients referred to a sleep laboratory. We selected 1,595 patients, 71.7% male. Mean ± SD age was 46.7 ± 11.7 years, BMI was 28.1 ± 5.1 kg/m² and AI (mais) H was 13.9 ± 15.5 events/ hour of sleep. The patients were considered apneic when the apnea-hypopnea index (AHI) was > 5 events/hour of sleep; OSAHS was present in: (1) 71.1% of men and 50.3% of women (p 55 years old (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Diagnóstico dos transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano/ Diagnosis of circadian rhythm sleep disorders

Martinez, Denis; Lenz, Maria do Carmo Sfreddo; Menna-Barreto, Luiz
2008-03-01

Resumo em português Queixas de insônia e sonolência excessiva são comuns na investigação dos distúrbios respiratórios do sono; os transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano talvez sejam as causas mais freqüentemente esquecidas no diagnóstico diferencial destes sintomas. Estes transtornos se manifestam por desalinhamento entre o período do sono e o ambiente físico e social de 24 h. Os dois transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano mais prevalentes são o de fas (mais) e atrasada (comum em adolescentes) e avançada do sono (comum em idosos), situações nas quais o período de sono se desloca para mais tarde e mais cedo, respectivamente. As possíveis confusões com insônia e sonolência excessiva tornam importante ter sempre em mente estes transtornos. Entretanto, há nove possíveis diagnósticos, e todos são de interesse clínico. Como a luz é o principal sinal para sincronizar os relógios biológicos, pessoas cegas e trabalhadores em turnos e noturno são os mais propensos a desenvolver transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano. Neste artigo, revisa-se a nova classificação internacional dos transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano. Resumo em inglês Insomnia and excessive sleepiness are common in the investigation of sleep-disordered breathing. Circadian rhythm sleep disorders are perhaps the most often overlooked conditions in the differential diagnosis of these symptoms. Circadian rhythm sleep disorders manifest as misalignment between the sleep period and the physical/social 24-h environmental cycle. The two most prevalent circadian rhythm sleep disorders are delayed sleep phase (common in adolescents) and advance (mais) d sleep phase (common in the elderly), situations in which the sleep period is displaced to a later or earlier time, respectively. It is important to keep these two disorders in mind, since they can be confused with insomnia and excessive sleepiness. However, there are nine possible diagnoses, and all nine are of clinical interest. Since light is the principal cue used in synchronizing the biological clock, blind individuals and night-shift/swing-shift workers are more prone to develop circadian rhythm sleep disorders. In this article, the new international classification of circadian rhythm sleep disorders is reviewed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Avaliação de um modelo de predição para apneia do sono em pacientes submetidos a polissonografia/ Evaluation of a prediction model for sleep apnea in patients submitted to polysomnography

Musman, Silvio; Passos, Valéria Maria de Azeredo; Silva, Izabella Barreto Romualdo; Barreto, Sandhi Maria
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Testar um modelo de predição para apneia do sono a partir de variáveis sociodemográficas e clínicas em uma população com suspeita de distúrbio do sono e submetida à polissonografia. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 323 pacientes consecutivos submetidos à polissonografia por suspeita clínica de distúrbio do sono. Utilizou-se um questionário com questões sociodemográficas e a escala de sonolência de Epworth. Foram medidos pressão arterial, pes (mais) o, altura e SpO2. A regressão linear múltipla, tendo o índice de apneia-hipopneia (IAH) como variável dependente, foi utilizada para construir um modelo de predição de apneia do sono. A regressão logística multinomial foi realizada para verificar fatores associados de forma independente à gravidade da apneia (leve, moderada ou grave) em comparação à ausência de apneia. RESULTADOS: A prevalência de apneia do sono na população de estudo foi de 71,2%, e foi mais prevalente nos homens que nas mulheres (81,2% vs. 56,8%; p Resumo em inglês OBJECTIVE: To test a prediction model for sleep apnea based on clinical and sociodemographic variables in a population suspected of having sleep disorders and submitted to polysomnography. METHODS: We included 323 consecutive patients submitted to polysomnography because of the clinical suspicion of having sleep disorders. We used a questionnaire with sociodemographic questions and the Epworth sleepiness scale. Blood pressure, weight, height, and SpO2 were measured. Multi (mais) ple linear regression was used in order to create a prediction model for sleep apnea, the apnea-hypopnea index (AHI) being the dependent variable. Multinomial logistic regression was used in order to identify factors independently associated with the severity of apnea (mild, moderate, or severe) in comparison with the absence of apnea. RESULTS: The prevalence of sleep apnea in the study population was 71.2%. Sleep apnea was more prevalent in men than in women (81.2% vs. 56.8%; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

O plantão noturno em anestesia reduz a latência ao sono/ Short sleep latency in residents after a period on duty in anesthesia/ El plantón nocturno en anestesia reduce la latencia al sueño

Mathias, Lígia Andrade da Silva Telles; Coelho, Christina Morotomi Funatsu; Vilela, Elizabeth Pricoli; Vieira, Joaquim Edson; Pagnocca, Marcelo Lacava
2004-10-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os médicos em geral, os anestesiologistas em particular, têm jornadas de trabalho prolongadas. Os residentes de Anestesiologia podem apresentar fadiga e estresse significativos. O objetivo deste trabalho foi verificar, em residentes de primeiro e segundo anos a latência do sono em períodos após plantão. MÉTODO: Foram avaliados 11 residentes em situações distintas: às 7 horas da manhã, após noite de sono normal (> 7h), sem plantão no (mais) s 3 dias anteriores (M1); às 7 horas da manhã, após 24 horas de trabalho, sem dormir, sem plantão nos 3 dias anteriores (M2); às 13 horas da tarde, após 30 horas de trabalho, sem dormir, sem plantão nos 3 dias anteriores (M3). Em todas essas situações foi realizado eletroencefalograma (EEG) contínuo, em sala apropriada para registro dos sinais de sono, avaliando a latência ao sono (LS). RESULTADOS: Verificou-se redução significativa da LS entre os residentes, após 24 ou 30 horas de plantão sem dormir. Entre os residentes que tiveram noite de sono normal na véspera do exame, 36,4% apresentaram LS em nível considerado patológico. CONCLUSÕES: A jornada de plantão de 24 ou 30 horas leva a valores de LS menores que 5 minutos, considerados patológicos, refletindo a fadiga extrema de residentes de Anestesiologia. Pode ser importante a regulamentação do número de horas de descanso pós-plantão. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Los médicos en general, los anestesiologistas en particular, tienen jornadas de trabajo prolongadas. Los practicantes de Anestesiologia pueden presentar fatiga y estrés significativos. El objetivo de este trabajo fue verificar, en practicantes (estudiantes) de primero y segundo años la latencia del sueño en períodos después del plantón. MÉTODO: Fueron evaluados 11 residentes en situaciones distintas: a las 7 horas de la mañana, después (mais) de una noche de sueño normal (> 7h), sin plantón en los 3 días anteriores (M1); a las 7 horas de la mañana, después 24 horas de trabajo, sin dormir, sin plantón en los 3 días anteriores (M2); a las 13 horas de la tarde, después de 30 horas de trabajo, sin dormir, sin plantón en los 3 días anteriores (M3). En todas esas situaciones fue realizado electroencefalograma (EEG) continuo, en sala apropiada para registro de los señales de sueño, evaluándose la latencia del sueño (LS). RESULTADOS: Se Verificó reducción significativa de la LS entre los residentes, después de 24 ó 30 horas de plantón sin dormir. Entre los praticantes que tuvieron noche de sueño normal en la víspera del examen, 36,4% presentaron LS en nivel considerado patológico. CONCLUSIONES: La jornada de plantón de 24 ó 30 horas lleva a valores de LS menores que 5 minutos, considerados patológicos, reflejando la fatiga extrema de residentes de Anestesiologia. Pode ser importante la reglamentación del número de horas de descanso pos-plantón. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Physicians in general, and anesthesiologists in particular, have long working hours. Residents of Anesthesiology may present significant fatigue and stress. This study aimed at investigating first and second year residents’ sleep latency after a period on duty. METHODS: Participated in this study 11 residents in different situations: at 7:00 am, after a normal night sleep (> 7 h), without on duty period in the last 3 days (M1); at 7:00 am, afte (mais) r 24h of night work, without on duty period in the last 3 days (M2); and at 1:00 pm after 30h of work without on duty period in the last 3 days (M3). Continuous EEG was performed for all situations in adequate room to record sleep signals. Sleep latency (SL) was evaluated. RESULTS: There has been significant shorter SL among residents after 24 or 30 hours without sleep. From residents after a normal night sleep the day before the evaluation, 36.4% presented pathological SL levels. CONCLUSIONS: Periods on duty for 24 or 30 hours lead to SL values below 5 minutes, which are considered pathologic and reflect extreme fatigue of residents of Anesthesiology. It might be important to standardize the number of resting hours after duty periods.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

55

Mecanismos do ciclo sono-vigília/ Sleep-wake cycle mechanisms

Alóe, Flávio; Azevedo, Alexandre Pinto de; Hasan, Rosa
2005-05-01

Resumo em português Três sub-divisões hipotalâmicas são importantes no ciclo sono-vigília: o hipotálamo anterior (núcleos gabaérgicos e núcleos supraquiasmáticos), o hipotálamo posterior (núcleo túbero-mamilar histaminérgico) e o hipotálamo lateral (sistema hipocretinas). O sistema gabaérgico inibitório do núcleo pré-óptico ventro-lateral (VLPO) do hipotálamo anterior é responsável pelo início e manutenção do sono NREM. Os neurônios supraquiasmáticos (NSQs) do hip (mais) otálamo anterior são responsáveis pelo ritmo circadiano do ciclo sono-vigília. Os núcleos aminérgicos, histaminérgicos, as hipocretinas e núcleos colinérgicos do prosencéfalo basal apresentam-se ativos durante a vigília, inibindo o núcleo pré-óptico ventro-lateral, promovendo a vigília. O processo de inibição-estimulação é a base do modelo da interação recíproca entre os grupos de células wake-off-sleep-on e células wake-off-sleep-on reguladores do ciclo sono-vigília. O modelo da interação recíproca também se aplica aos núcleos colinérgicos (células REM-on) e aminérgicos (células REM-off) do tronco cerebral no controle temporal do sono REM-NREM. Resumo em inglês Neurochemically distinct systems interact regulating sleep and wakefulness. Wakefulness is promoted by aminergic, acetylcholinergic brainstem and hypothalamic systems. Each of these arousal systems supports wakefulness and coordinated activity is required for alertness and EEG activation. Neurons in the pons and preoptic area control rapid eye movement and non-rapid eye movement sleep. Mutual inhibition between these wake- and sleep-regulating systems generate behavioral (mais) states. An up-to-date understanding of these systems should allow clinicians and researchers to better understand the effects of drugs, lesions, and neurologic disease on sleep and wakefulness.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

MAPA em portadores de DPOC com dessaturação no sono/ ABPM in COPD patients with sleep desaturation/ MAPA en portadores de EPOC con desaturación durante el sueño

Aidar, Neila Anders; Silva, Márcio Alberto Carvalho da; Silva, César Augusto Melo e; Ferreira Júnior, Pedro Nery; Tavares, Paulo
2009-09-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A hipoxemia no período de sono pode, por mecanismo de ativação simpática, alterar a pressão arterial. Poucos estudos demonstram os parâmetros pressóricos em portadores de DPOC, que não têm apnéia do sono, mas que dessaturam nesse período. OBJETIVOS: Analisar os parâmetros pressóricos em pacientes com DPOC e dessaturação no sono, não causada por apnéia. MÉTODOS: Treze pacientes com DPOC foram submetidos à espirometria, gasometria arterial, po (mais) lissonografia e MAPA para avaliação pressórica. Quatorze pacientes sem DPOC foram submetidos à espirometria, oximetria e MAPA. As análises pressóricas foram feitas tanto na vigília quanto no sono. Os dois grupos foram constituídos por pacientes sem antecedentes hipertensivos. RESULTADOS: Os dois grupos eram semelhantes em relação à idade, altura, peso e índice de massa corporal. Houve diferença significativa (p Resumo em espanhol FUNDAMENTO: La hipoxemia en el período de sueño puede, por mecanismo de activación simpática, alterar la presión arterial. Pocos estudios demuestran los parámetros de presión en portadores de EPOC, que no tiene apnea del sueño, y que desaturan en ese período. OBJETIVO: Analizar los parámetros de presión en pacientes con EPOC y desaturación en el sueño, no causada por apnea. MÉTODOS: Trece pacientes con EPOC se sometieron a la espirometría, la gasometría ar (mais) terial, la polisonografía y al MAPA para la evaluación de presión. Un total de 14 pacientes sin EPOC se sometieron a la espirometría, la oximetría y MAPA. Los análisis de presión se hicieron tanto en la vigilia como en el sueño. Los dos grupos estaban conformados por pacientes sin antecedentes hipertensivos. RESULTADOS: Los dos grupos se asemejaban respecto a la edad, la altura, el peso e el índice de masa corporal. Hubo diferencia significativa (p Resumo em inglês BACKGROUND: Sleep hypoxemia may change blood pressure by sympathetic activation. Few studies have analyzed blood pressure parameters in COPD patients who do not present sleep apnea, but do present sleep desaturation. OBJECTIVES: To analyze blood pressure parameters in COPD patients with sleep desaturation not caused by apnea. METHODS: Thirteen patients with COPD underwent spirometry, blood gas, polysomnography and ABPM for blood pressure evaluation. Fourteen patients with (mais) out COPD underwent spirometry, oximetry and ABPM. Blood pressure analyses were carried out both during wakefulness and sleep. Both groups were comprised of patients with no history of hypertension. RESULTS: The two groups were similar as regards age, height, weight, and body mass index. A significant difference (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

Ocorrência da síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) em crianças respiradoras orais/ Obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) in mouth breathing children

Izu, Suemy Cioffi; Itamoto, Caroline Harumi; Pradella-Hallinan, Márcia; Pizarro, Gilberto Ulson; Tufik, Sérgio; Pignatari, Shirley; Fujita, Reginaldo Raimundo
2010-10-01

Resumo em português É bem estabelecido que a respiração oral em crianças está relacionada à hipertrofia adenoamigdaliana, que é a principal causa de apneia do sono nesta população. Apesar da importância deste tema, há poucos estudos que comprovam a relação entre SAOS e respiração oral. OBJETIVO: Determinar a prevalência de distúrbios respiratórios do sono em crianças respiradoras orais e sua correlação com achados otorrinolaringológicos. MATERIAL E MÉTODO: Foram avalia (mais) dos retrospectivamente 248 prontuários de crianças respiradoras orais do serviço de Otorrinolaringologia Pediátrica de uma grande instituição entre 2000 e 2006, analisando os achados otorrinolaringológicos, polissonografia, nasofibroscopia e/ou radiografia em perfil do Cavum. O principal dado polissonográfico utilizado foi o índice de apneia (IA). Classificou-se como ronco primário aqueles com IA Resumo em inglês It is well known that mouth breathing is associated with adenotonsillar hypertrophy - which is the main cause of obstructive sleep apnea among children. Despite the importance of this matter, there are only a handful of studies showing the relationship between OSAS and mouth breathing. AIM: to determine the prevalence of obstructive sleep disorders in mouth breathing children and study its correlation with otorhinolaryngological findings. STUDY DESIGN: Retrospective cohor (mais) t study. METHOD: Data analysis from 248 medical charts of mouth breathing children seen at the Pediatric Otolaryngologic Division of a large medical institution between the years of 2000 and 2006. All patients had nasofibroscopy and or Cavum radiographs and polysomnographic exams. According to the Apnea index, patients were classified as primary snorers (AI

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

Avanços recentes do impacto da apneia obstrutiva do sono na hipertensão arterial sistêmica/ Recent advances of the impact of obstructive sleep apnea on systemic hypertension

Pedrosa, Rodrigo P.; Krieger, Eduardo M.; Lorenzi-Filho, Geraldo; Drager, Luciano F.
2011-01-01

Resumo em português A apneia obstrutiva do sono (AOS) é uma condição clínica comum na população em geral, principalmente entre os pacientes portadores de doenças cardiovasculares. Mais do que um fenômeno local de obstrução das vias aéreas superiores, a AOS traz repercussões sistêmicas que podem incluir a hipóxia intermitente, a redução abrupta da pressão intratorácica e a ocorrência de microdespertares com fragmentação do sono. Nas últimas décadas, inúmeras evidência (mais) s apontam de forma consistente a AOS como um importante fator envolvido na ocorrência de doenças cardiovasculares. Particularmente, a relação entre a AOS e a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é a que encontra um maior conjunto de evidências. Atualmente, encontram-se dados que consideram a AOS uma importante causa secundária de HAS. Mais do que isso, a AOS está independentemente associada a um pior controle pressórico, alteração do descenso noturno da pressão arterial e à presença de lesões de órgãos-alvo, tais como a hipertrofia do ventrículo esquerdo e a microalbuminúria. Estudos randomizados sugerem que o tratamento da AOS, especialmente com a pressão positiva contínua de vias aéreas superiores (CPAP), considerado o tratamento padrão para a AOS, promove redução significante da pressão arterial nas 24 horas, efeito esse mais significante no subgrupo de pacientes com HAS não controlada e nos pacientes com HAS resistente. A despeito de todas essas evidências, a AOS ainda continua sendo subdiagnosticada. O objetivo desta revisão é discutir os recentes avanços nos mecanismos fisiopatológicos, na apresentação clínica e no tratamento da AOS, e o benefício sobre a pressão arterial. Resumo em inglês Obstructive sleep apnea (OSA) is a common clinical condition in the general population, especially among patients with cardiovascular diseases. More than just a local phenomenon of upper respiratory tract obstruction, OSA leads to systemic consequences that may include intermittent hypoxia, sudden reduction of the intrathoracic pressure, and the occurrence of micro-awakenings with sleep fragmentation. In the past decades, innumerous evidences have consistently pointed to (mais) OSA as an important factor related to the presence of cardiovascular diseases. In particular, the relationship between OSA and systemic hypertension (SH) is the one supported by the largest body of evidence. Currently, there are data suggesting that OSA is an important secondary cause of SH. More importantly, OSA is independently associated with poorer blood pressure control, changes in sleep dip, and presence of target-organ damage such as left ventricular hypertrophy and microalbuminuria. Randomized studies suggest that the management of OSA, especially with continuous positive airway pressure (CPAP) - which is considered the standard treatment for OSA - promotes a significant 24-hour blood pressure reduction, and this effect is more significant in the subgroup of patients with uncontrolled SH and drug-resistant SH. Despite all those evidences, OSA has still been underdiagnosed. The objective of this review is to discuss the recent advances in the pathophysiological mechanisms, clinical presentation, and treatment of OSA, as well as the benefits this treatment can bring on blood pressure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

Violência durante o sono/ Violent behavior during sleep

Poyares, Dalva; Almeida, Carlos Maurício Oliveira de; Silva, Rogerio Santos da; Rosa, Agostinho; Guilleminault, Christian
2005-05-01

Resumo em português Casos de comportamento violento (CV) durante o sono são relatados na literatura. A incidência de comportamento violento durante o sono não é muito conhecida. Um estudo epidemiológico mostra que cerca de 2% da população geral apresentava comportamento violento dormindo e eram predominantemente homens. Neste artigo, os autores descrevem aspectos clínicos e médico-legais envolvidos na investigação do comportamento violento. O comportamento violento se refere a fer (mais) imentos auto-infligidos ou infligidos a um terceiro durante o sono. Ocorre, muito freqüentemente, seguindo um despertar parcial no contexto de um transtorno de despertar (parassonias). Os transtornos do sono predominantes diagnosticados são: transtorno de comportamento REM e sonambulismo. O comportamento violento poderia ser precipitado pelo estresse, uso de álcool e drogas, privação do sono ou febre. Resumo em inglês Cases of violent behavior during sleep have been reported in the literature. However, the incidence of violent behavior during sleep is not known. One epidemiological study showed that approximately 2% of the general population, predominantly males, presented violent behavior while asleep. In the present study, the authors describe clinical and medico-legal aspects involved in violent behavior investigation. Violent behavior refers to self-injury or injury to another duri (mais) ng sleep. It happens most frequently following partial awakening in the context of arousal disorders (parasomnias). The most frequently diagnosed sleep disorders are REM behavior disorder and somnambulism. Violent behavior might be precipitated by stress, use of alcohol or drugs, sleep deprivation or fever.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Episódio depressivo maior, prevalência e impacto sobre qualidade de vida, sono e cognição em octogenários/ The prevalence of major depression and its impact in the quality of life, sleep patterns and cognitive function in a octogenarian population

Xavier, Flávio MF; Ferraz, Marcos PT; Bertollucci, Paulo; Poyares, Dalva; Moriguchi, Emílio H
2001-06-01

Resumo em português OBJETIVOS: Determinar a prevalência de depressão maior em uma população de sujeitos acima de 80 anos residentes na comunidade, comparar os padrões de sono e a função cognitiva entre controles normais e sujeitos com depressão maior e estimar a freqüência de outros transtornos psiquiátricos entre controles e sujeitos deprimidos. MÉTODOS: De uma população de 219 habitantes com mais de 80 anos, residentes em um município semi-rural no sul do Brasil (município (mais) de Veranópolis, RS), selecionou-se uma amostra randômica e representativa de 77 sujeitos (35%). Desse grupo, 5 sujeitos que apresentavam critérios de DSM-IV para depressão maior foram comparados com 50 controles sem diagnóstico de demência, delirium ou qualquer transtorno do humor. Os padrões de sono foram avaliados pelo Índice de Pittsburgh de Qualidade do Sono e por um diário do ciclo sono/vigília completado ao longo de duas semanas. Para a avaliação cognitiva, foram usados 5 testes neuropsicológicos: teste de lembranças seletivas de Buschke-Fuld; teste lista de palavras da bateria do CERAD; teste de fluência verbal; e 2 subtestes da bateria de memória de Wechsler. RESULTADOS: A prevalência de depressão maior foi de 7,5%. Sujeitos com esse diagnóstico, quando comparados a sujeitos do grupo-controle, apresentavam mais freqüentemente comorbidade com transtorno de ansiedade generalizada, usavam mais benzodiazepínicos e tinham uma pior qualidade de vida pela escala "Short-form 36". Os idosos deprimidos, quando comparados aos controles, tinham os mesmos padrões de sono e apresentavam o mesmo desempenho nos testes neuropsicológicos. CONCLUSÃO: Os resultados corroboram o conceito de que episódios depressivos são freqüentes entre idosos com mais de 80 anos, causando impacto sobre a qualidade de vida associada à saúde e cursando comorbidade freqüente com transtorno de ansiedade generalizada. Entre os idosos octogenários residentes na comunidade, a depressão maior não aparecia clinicamente sob a forma de "pseudodemência" depressiva e nem tinha impacto sobre os padrões de sono. Resumo em inglês OBJECTIVES: To determine the prevalence of major depression in a community-dwelling population aged 80 years or more. The secondary objective was to compare this population's sleep patterns, cognitive function and frequency of other psychiatric disorders with a normal control group and other subjects with major depression. METHODS: A representative sample of 77 subjects (35%) aged 80 years or more was randomly selected from the rural southern county of Veranopolis, Brazil (mais) . Of them, 5 subjects met the DSM-IV criteria for major depression disorder and 50 control subjects (without dementia, delirium or any mood disorder) were compared. Sleep patterns were assessed using the Pittsburgh Sleep Quality Index and a 2-week-sleep/wake diary. Five neuropsychological tests (the Buschke-Fuld Selective Reminding Test, the CERAD battery word list, the Verbal Fluency Test, and two sub-tests of the Wechsler memory scale) were used for cognitive evaluation. RESULTS: The point prevalence rate for major depression was 7.5%. When compared to the control group, subjects with major depression had a higher frequency of generalized anxiety disorder as a comorbid condition, used more benzodiazepines and had a worse life quality according to the Short-form 36 scale. Depressed elderly people showed the same sleep patterns, and performed in the same manner in the cognitive tests as controls. CONCLUSION: The results corroborate the hypothesis that major depressive disorder is frequently found among the elderly population aged 80 or more. This disorder causes impact on life quality concerning health, and often occurs in association with generalized anxiety disorder. Among elderly aged 80 or more living in this community, major depression neither manifested as a form of depressive pseudo-dementia, nor did it have any impact on sleep patterns.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

Síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono: análise cefalométrica/ Obstructive sleep apnea and hypopnea syndrome: cephalometric analysis

Salles, Cristina; Campos, Paulo Sérgio Flores; Andrade, Nilvano Alves de; Daltro, Carla
2005-06-01

Resumo em português A síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono (SAHOS) caracteriza-se por episódios repetitivos de obstrução das vias aéreas superiores durante o sono, usualmente associada à interrupção do mesmo e queda da saturação da oxihemoglobina. A análise cefalométrica tem sido considerada como importante método diagnóstico fornecendo características craniofaciais, como espaço aéreo posterior da faringe, comprimento da língua e posição do osso hióide os (mais) quais podem predispor os pacientes a SAHOS. O propósito dessa revisão é apresentar tópicos anatômicos possíveis de serem observados através da análise cefalométrica e que podem predispor à oclusão das vias aéreas superiores (VAS). Resumo em inglês Obstructive sleep apnea and hypopnea syndrome (OSAHS) are characterized by repeated pauses in breathing during sleep, usually associated with sleep interruption and decreased oxyhemoglobin saturation. Cephalometric analysis has become an important method in diagnosis, reporting specific craniofacial characteristics such as posterior air pharyngeal space, tongue length and hyoid position, which may predispose some people to develop SAHOS. The purpose of this revision is to (mais) present several anatomic aspects by cephalometric analysis that may have a predisposition to the development of upper airway occlusion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

63

Confiabilidade e reprodutibilidade do Questionário de Hábitos do Sono em pacientes depressivos ambulatoriais/ Reability and reproducibility of the Sleep Habits Questionnaire in depressed outpatients

Chellappa, Sarah Laxhmi; Araújo, John Fontenele
2007-01-01

Resumo em português CONTEXTO: Estudos recentes sugerem que, em concomitância com a avaliação clínica, a utilização de questionários do sono permite melhor caracterizar as queixas de sono alterado em pacientes depressivos. OBJETIVO: Determinar a confiabilidade e a reprodutibilidade do Questionário de Hábitos do Sono na identificação das queixas de transtornos do sono, como a insônia e a sonolência excessiva, em pacientes ambulatoriais com transtorno depressivo. MÉTODOS: Realizou (mais) -se um estudo transversal com uma amostra de 70 pacientes depressivos no ambulatório de psiquiatria de um hospital geral. Os pacientes foram entrevistados e avaliados por meio do Questionário de Hábitos do Sono em dois momentos, sendo utilizado um desenho de estudo de confiabilidade teste-reteste das respostas que foram analisadas e estimadas pelo coeficiente Kappa. RESULTADOS: Na análise de confiabilidade e de reprodutibilidade, o coeficiente Kappa obteve um nível de concordância forte (0,73 a 0,80) em grande parte das questões, com a maioria dos coeficientes acima de 0,75. CONCLUSÕES: O Questionário de Hábitos do Sono mostrou ser confiável na avaliação das queixas de insônia e de sonolência excessiva em pacientes depressivos ambulatoriais. Resumo em inglês BACKGROUND: Recent studies suggest that, together with clinical assessment, sleep questionnaires can adequately characterize sleep complaints in depressed patients. OBJECTIVE: To determine reability and reproducibility of the Sleep Habits Questionnaire in the identification of sleep disorder complaints, such as insomnia and excessive sleepiness, in depressed outpatients. METHODS: A cross-sectional study with a study sample of 70 depressed patients was conducted in the psy (mais) chiatry outpatient unit of a general hospital. Patients were interviewed and evaluated by the Sleep Habits in two moments and the study design included a test-retest reliability of the answers, which were analyzed and estimated by means of Kappa coefficient. RESULTS: In the reliability and reproducibility analysis, the Kappa coefficient showed high levels of concordance (0.73 a 0.80) for most questions, and in most of the items coefficients were above 0.75. CONCLUSIONS: The Sleep Habits Questionnaire proved to be reliable for the evaluation of insomnia and excessive sleepiness complaints in depressed outpatients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

64

Hipoventilação relacionada ao sono/ Sleep hypoventilation

Togeiro, Sonia Maria Guimarães Pereira; Fontes, Francisco Hora
2010-06-01

Resumo em português Tanto SHO como as doenças neuromusculares estão relacionadas à hipoventilação durante o sono. Define-se SHO como a combinação de obesidade, hipercapnia e hipoxemia crônica durante a vigília que se agrava durante o sono. Em 90% dos casos, SHO está associada à apneia obstrutiva do sono. O diagnóstico baseia-se na presença de hipoventilação diurna e hipertensão pulmonar que não são justificadas por alterações da função pulmonar. A mortalidade dos pacien (mais) tes com SHO é maior que aquela de pacientes sem hipoventilação e controlados para obesidade. As doenças neuromusculares são representadas principalmente pelas distrofias musculares. A progressão para insuficiência respiratória crônica surge como consequência da fraqueza dos músculos respiratórios e da limpeza inadequada das vias aéreas, causando atelectasias e pneumonias. Quando há uma redução maior que 50% da forca muscular respiratória, ocorre uma diminuição na CV. A medida do pico de fluxo da tosse Resumo em inglês Sleep hypoventilation is seen in patients with neuromuscular disease, as well as in those with obesity hypoventilation syndrome (OHS), which is defined as the combination of obesity, chronic hypercapnia, and hypoxemia during wakefulness that is aggravated during sleep. In 90% of cases, OHS is accompanied by obstructive sleep apnea. The diagnosis of OHS is based on hypoventilation and pulmonary hypertension that cannot be explained by alterations in pulmonary function. The (mais) mortality of patients with OHS is greater than is that of obese patients without hypoventilation. The principal neuromuscular diseases associated with OHS are the muscular dystrophies. The progression to chronic respiratory failure results from respiratory muscle weakness and impaired airway secretion clearance, causing atelectasis and pneumonia. With a decrease of greater than 50% in respiratory muscle strength, there is a reduction in VC. Cough peak flow

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

65

Pediatras e os distúrbios respiratórios do sono na criança/ Pediatricians and sleep-disordered breathing in the child

Balbani, Aracy Pereira Silveira; Weber, Silke Anna Thereza; Montovani, Jair Cortez; Carvalho, Lídia Raquel de
2005-04-01

Resumo em português OBJETIVOS: pesquisar as opiniões e condutas de pediatras frente aos distúrbios respiratórios do sono (DRS) em crianças. MÉTODOS: Foram selecionados aleatoriamente 516 pediatras do Estado de São Paulo. Foi enviado aos pediatras, por correio, um formulário de questões sobre: perfil profissional, seu conhecimento do DRS na criança, opiniões e condutas para diagnóstico e tratamento dessa doença. RESULTADOS: Retornaram preenchidos 112 questionários anônimos (21,7 (mais) %). O ensino de DRS na infância durante a graduação e a residência médica em Pediatria foi considerado insatisfatório, respectivamente, por 65,2% e 34,8% dos pediatras. Quarenta e nove pediatras (43,8%) avaliaram seu conhecimento de DRS na criança como regular, 39 (34,8%) como bom e 17 (15,2%) como insatisfatório. As questões de anamnese do sono consideradas mais importantes foram: respiração bucal, pausas respiratórias, número de horas de sono, sonolência diurna excessiva e chiado noturno. Os dados clínicos considerados mais importantes para a suspeita de síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) foram: pausas respiratórias, hipertrofia da adenóide, respiração bucal, presença de anomalia craniofacial e ronco. As principais condutas citadas para diagnóstico de SAOS na criança foram: radiografia do cavum e avaliação com otorrinolaringologista (25%) e oximetria de pulso noturna (14,2%). Somente 11,6% dos pediatras indicaram a polissonografia de noite inteira e 4,5%, a polissonografia breve diurna. As condutas consideradas mais eficazes para tratamento de DRS foram: cirurgias de adenoidectomia e adenotonsilectomia, orientação aos pais, perda de peso e higiene do sono. CONCLUSÕES: Há um descompasso entre as pesquisas sobre DRS na infância e sua abordagem na prática pediátrica. Resumo em inglês OBJECTIVES: assessment of opinions and practices of pediatricians concerning sleep-disordered breathing (SDB) in children. METHODS: randomly 516 pediatricians were selected in the state of São Paulo, Brazil. A survey mailed to them included questions regarding: their professional profile, knowledge about SDB in childhood, opinions and practices for diagnosis and treatment of these diseases. RESULTS: 112 anonymous completed surveys were returned (21.7%). The teaching of S (mais) DB during medical school and pediatric residency raining was considered unsatisfactory respectively by 65.2% and 34.8% of the pediatricians. Forty-nine respondents (43.8%) rated their knowledge about SDB in children as regular, 39 (34.8%) as good and 17 (15.2%) as unsatisfactory. The most important sleep-related questions were: mouth breathing, breathing pauses, sleep amount, excessive daytime sleepiness and nocturnal wheezing. Clinical aspects regarded as the most significant for suspecting obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) were: breathing pauses, adenoid hypertrophy, mouth breathing, craniofacial anomaly and snoring. The most frequent practices for evaluation of OSAS in children were: cavum radiography with referral to an otorhinolarnygologist (25%) and nocturnal pulse oximetry (14.2%). Only 11.6% of pediatricians recommended overnight polysomnography and 4.5%, nap polysomnography. The most effective practices for SDB were considered to be: adenoidectomy and adenotonsillectomy, parents counseling, weight loss and sleep hygiene. CONCLUSIONS: there is a gap between research on SDB in childhood and pediatric practice.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

66

Critérios diagnósticos e tratamento dos distúrbios respiratórios do sono: SAOS/ Diagnostic criteria and treatment for sleep-disordered breathing: obstructive sleep apnea syndrome

Bittencourt, Lia Rita Azeredo; Caixeta, Eliazor Campos
2010-06-01

Resumo em português Neste capítulo são apresentadas as principais abordagens para o diagnóstico e tratamento dos pacientes com SAOS. O diagnóstico deve ser realizado através de uma minuciosa história clínica e exame físico. Para a confirmação diagnóstica, é necessária a realização da polissonografia completa de noite inteira sob supervisão, sendo que em pacientes cuja suspeita clínica é alta, registros simplificados domiciliares podem ser uma alternativa. O tratamento da SA (mais) OS requer medidas gerais e o uso de aparelhos de pressão positiva. Em casos moderados e graves, CPAP é o mais indicado, enquanto aparelhos intraorais são indicados em casos leves. Os procedimentos cirúrgicos são indicados quando alterações anatômicas são evidentes ou como auxílio aos demais tratamentos. Resumo em inglês In this chapter, the principal approaches to the diagnosis and treatment of patients with obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) are presented. The diagnosis should be carried out by the taking of a thorough clinical history and by physical examination. For diagnostic confirmation, it is necessary to perform supervised overnight polysomnography. For patients in whom clinical suspicion is high, a simplified home study can be an alternative. The treatment of OSAS requires (mais) general measures and the use of positive pressure devices. In moderate and severe cases, CPAP is the method of choice, whereas oral appliances can be used in mild cases. Surgical procedures are recommended when anatomical alterations are evident or as an auxiliary method in combination with other types of treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

67

Atualização em síndrome da apnéia obstrutiva do sono na infância/ Update in obstructive sleep apnea syndrome in children

Balbani, Aracy P. S.; Weber, Silke A. T.; Montovani, Jair C.
2005-02-01

Resumo em português A prevalência de SAOS em crianças é de 0,7-3%, com pico de incidência nos pré-escolares. Fatores anatômicos (obstrução nasal severa, más-formações craniofaciais, hipertrofia do tecido linfático da faringe, anomalias laríngeas, etc.) e funcionais (doenças neuromusculares) predispõem à SAOS na infância. A principal causa da SAOS em crianças é a hipertrofia adenotonsilar. As manifestações clínicas mais comuns são: ronco noturno, pausas respiratórias, (mais) sono agitado e respiração bucal. A oximetria de pulso noturna, a gravação em áudio ou vídeo dos ruídos respiratórios noturnos e a polissonografia breve diurna são métodos úteis para triagem dos casos suspeitos de SAOS em crianças, e o padrão-ouro para diagnóstico é a polissonografia em laboratório de sono durante uma noite inteira. Ao contrário dos adultos com SAOS, as crianças costumam apresentar: menos despertares associados aos eventos de apnéia, maior número de apnéias/hipopnéias durante o sono REM e dessaturação mais acentuada da oxihemoglobina mesmo nas apnéias de curta duração. O tratamento da SAOS pode ser cirúrgico (adenotonsilectomia, correção de anomalias craniofaciais, traqueostomia) ou clínico (higiene do sono, pressão positiva contínua nas vias aéreas - CPAP). Resumo em inglês The prevalence of OSAS in children is 0.7-3%, with peak incidence in pre-schoolers. It is characterised by partial or complete upper airway obstruction during sleep, causing intermittent hypoxia. Both anatomical (severe nasal obstruction, craniofacial anomalies, hypertrophy of the pharyngeal lymphoid tissue, laryngeal anomalies, etc.) and functional factors (neuromuscular diseases) predispose to OSAS during childhood. The main cause of OSAS in children in adenotonsillar h (mais) ypertrophy. The most common clinical manifestations of OSAS are: nocturnal snoring, respiratory pauses, restless sleep and mouth breathing. Nocturnal pulse oximetry, nocturnal noise audio/videotape recording and nap polysomnography are useful tools for screening suspected cases of OSAS in children, and the gold-standard for diagnosis is overnight polysomnography in the sleep laboratory. On the contrary of SAOS adults, children usually present: less arousals associated to apnea events, more numerous apneas/hypopneas during REM sleep, and more significant oxihemoglobin dessaturation even in short apneas. The treatment of OSAS may be surgical (adenotonsillectomy, craniofacial abnormalities correction, tracheostomy) or clinical (sleep hygiene, continuous positive airway pressure - CPAP).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

68

Métodos diagnósticos nos distúrbios do sono/ Diagnostics methods for sleep disorders

Togeiro, Sônia Maria Guimarães Pereira; Smith, Anna Karla
2005-05-01

Resumo em português O objetivo deste artigo é o de descrever os procedimentos, as recomendações, os achados e o valor dos métodos diagnósticos utilizados em transtornos do sono, incluindo questionários, actigrafia, polissonografia e teste múltiplo de latência do sono. Questionários específicos incluindo avaliação da qualidade do sono, hipersonolência, transtornos respiratórios do sono e ritmo sono-vigília são utilizados, em geral, para triar transtornos do sono e como indica� (mais) �ão para estudos sobre o sono. A polissonografia e o teste múltiplo de latência do sono são considerados como métodos padrão-ouro na maioria dos transtornos do sono e narcolepsia, respectivamente. Os critérios para tais transtornos são relatados abaixo. Resumo em inglês The aim of this manuscript is to describe the procedures, recommendations, findings and value of the diagnostic methods used in Sleep Disorders including questionnaires, Actigraph, Polysomnography and Multiple sleep latency test. Specific questionnaires including evaluation of sleep quality , hyper somnolence, Respiratory Sleep Disorders and Sleep-Wake rhythm are in general, used as a screening for the Sleep Disorders and indication of sleep studies. Polysomnogram and Mul (mais) tiple sleep latency test are considered the gold standard methods for the diagnosis of majority of sleep disorders and Narcolepsy respectively. Criteria for these disorders are reported bellow.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

69

Características clínicas e polissonográficas de doentes com distúrbio respiratório do sono em REM/ Clinical and polysomnographic characteristics of patients with REM sleep disordered breathing

Loureiro, Cláudia Chaves; Drummond, Marta; Winck, João Carlos; Almeida, João
2009-10-01

Resumo em português A síndroma de apneia obstrutiva do sono (SAOS) associada ao sono REM tem uma incidência de 10-36% na população com SAOS. Estudos anteriores têm sugerido, nestes doentes, um aumento de prevalência de distúrbios psiquiátricos, bem como um efeito da idade e do género. Propusemo-nos, por isso, estudar as características clínicas e polissonográficas de doentes com o referido diagnóstico. Os critérios de inclusão foram a identificação de SAOS em REM, por poliss (mais) onografia (PSG), definida como IAH em REM ≥5/h, IAH em sono não REM (NREM) ≤ 15/h, IAH REM/NREM ≥ 2. Foram ainda analisados alguns parâmetros do sleep disorders questionnaire (SDQ) versão 1.02, nomeadamente os relacionados com ansiedade ou depressão. Foram estudados 19 doentes com média de idades de 54,0 anos (SD 13,97) e média de IMC de 29,01 (SD Dev 4,10). A razão entre género feminino/masculino foi de 0,58. O valor médio da escala de Epworth foi de 12,74 (SD 4,86). Em relação à gravidade da SAOS, a média do IAH foi de 9,16/h (SD 4,09) e a do IAH em REM de 37,08/h (SD 25,87). Para a relação IAH -REM/IAH -NREM obtivemos a média de 8,86 (SD 8,63). A prevalência do distúrbio de ansiedade foi de 33,3% (44,4% no sexo feminino e 16,7% no sexo masculino). Na população estudada, o tempo de sono profundo foi de 20,7% (SD 10,42) e de sono REM de 15,45% (SD 9,96), com uma eficiência de sono de 85,3% (SD 8,70). Não se verificou qualquer correlação estatisticamente significativa entre o índice de IAH REM/NREM e a sintomatologia ansiosa, a sonolência diurna e a qualidade do sono (percentagem de sono profundo e de sono REM). Concluímos que a subpopulação estudada apresenta características que divergem das descritas para a população com SAOS; em média, não são doentes obesos, as mulheres são mais afectadas, a sintomatologia não é tão exuberante, nomeadamente a hipersonia diurna. Observa-se, também, uma redução do sono profundo e um aumento do sono REM neste grupo de doentes versus a população geral, estando a eficiência do sono no limite inferior da normalidade. Ainda o distúrbio de ansiedade apresenta maior prevalência em relação à descrita para a população geral (3%) e em relação à descrita para a população com SAOS. Resumo em inglês There is a 10-36% rate of obstructive sleep apnoea syndrome (OSAS) associated with rapid eye movement (REM) in the OSAS population. Prior studies have suggested an increased prevalence of psychiatric disorders and an effect of gender and age on these patients. Our aim was to study the clinical and polysomnograph (PSG) characteristics of our patients with REM-related sleep disordered breathing (REM SDB). Inclusion criteria was the identification of REM SDB detected by PSG (mais) defined as apnea-hypopnea index (AHI) in REM sleep .5h, AHI in non-REM sleep (NREM) . 15h and REM/NREM AHI .2. Several Sleep Disorders Questionnaire (SDQ) version 1.02 parameters were analysed. The study comprised 19 patients with a mean age of 54.0 (SD±13.97), a mean BMI of 29.01 (SD ± 4.10) and a 0.58 female / male ratio. The mean Epworth Sleepiness Scale score was 12.74 (SD ±4.86). Mean AHI was 9.16/h (SD 4.09); mean AHI in REM sleep 37.08/h (SD 25.87) and mean REM -AHI/NREM-AHI 8.86 (SD 8.63). The anxiety disorder rate was 33.3%; 44.4% in females, 16.7% in males. The average deep sleep was 20.7% (SD 10.42) and REM sleep 15.45% (SD 9.96), with a sleep efficiency of 85.3 (SD 8.70). No significant statistical correlation was found between the REM/NREM AHI index and anxiety symptoms, daytime sleepiness and sleep quality (REM and deep sleep percentages). These patients differ from the general OSAS population: on average, they are not obese, there are a greater number of females affected and they do not present a very significant diurnal hypersomnia. Reduced deep sleep and increased REM sleep were also present versus general population data, and sleep efficiency was just below the normal limit. Anxiety disorders were more prevalent in this group than described for the general population (3%) and OSAS patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

70

Perfil cardiovascular em pacientes com apneia obstrutiva do sono/ Cardiovascular profile in patients with obstructive sleep apnea

Cintra, Fátima Dumas; Tufik, Sergio; Paola, Angelo de; Feres, Márcia C.; Melo-Fujita, Luciane; Oliveira, Wercules; Rizzi, Camila; Poyares, Dalva
2011-01-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) é um fator de risco para várias condições cardiovasculares incluindo aumento na mortalidade cardiovascular. Sendo assim, é essencial o conhecimento das principais repercussões cardiovasculares dos distúrbios respiratórios do sono durante uma avaliação clínica. OBJETIVO: Analisar as características cardiovasculares de pacientes com AOS. MÉTODOS: Pacientes submetidos a polissonografia basal foram consecutivamente sele (mais) cionados do banco de dados do Instituto do Sono entre março de 2007 e março de 2009. Todos os pacientes foram orientados a comparecer ao ambulatório para coleta de sangue, exame físico, eletrocardiograma de 12 derivações, espirometria, teste cardiopulmonar em esteira ergométrica e ecocardiograma transtorácico. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética e pesquisa e registrado no site http://clinicaltrials.gov/ sob o número: NCT00768625. RESULTADOS: Foram analisados 261 pacientes e 108 controles. As principais características dos pacientes com AOS foram: obesidade, hipertensão, baixos níveis plasmáticos de lipoproteínas de alta densidade (HDL) e aumento no diâmetro do átrio esquerdo quando comparados com controles (3,75 ± 0,42; 3,61 ± 0,41, p = 0,001), respectivamente. Essas características associadas correspondem a um acréscimo de 16,6 vezes na probabilidade de ocorrência de AOS independentemente do relato de algum sintoma dessa desordem, como sonolência ou ronco. CONCLUSÃO: Na amostra avaliada, o perfil cardiovascular dos pacientes com AOS mais encontrado foi: obesidade, hipertensão arterial, baixos níveis plasmáticos de HDL e átrio esquerdo com diâmetro aumentado. Resumo em inglês BACKGROUND: Obstructive Sleep Apnea (OSA) is a risk factor for several cardiovascular conditions including increased cardiovascular mortality. It is therefore essential to know the major cardiovascular effects of sleep-disordered breathing during a clinical evaluation. OBJECTIVE: To analyze the cardiovascular characteristics of patients with OSA. METHODS: Patients underwent baseline polysomnography and were consecutively selected from the database of the Sleep Institute b (mais) etween March 2007 and March 2009. All patients were instructed to attend the clinic for blood collection, physical examination, 12-lead electrocardiogram, spirometry, cardiopulmonary exercise testing on a treadmill and transthoracic echocardiography. The study was approved by the Research Ethics Committee and recorded at http://clinicaltrials.gov/ under number: NCT00768625. RESULTS: We analyzed 261 patients and 108 controls. The main characteristics of patients with OSA were: obesity, hypertension, low plasma levels of high density lipoprotein (HDL) and increased left atrial diameter compared with controls (3.75 ± 0.42; 3.61 ± 0.41, p = 0.001), respectively. These associated characteristics correspond to a 16.6 increase in the likelihood of OSA regardless of reporting any symptoms of this disorder, such as sleepiness or snoring. CONCLUSION: In the sample studied, the mostly found cardiovascular profile of patients with OSA was: obesity, hypertension, low plasma levels of HDL and left atrial diameter increased.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

71

Fisiopatologia dos distúrbios respiratórios do sono/ Pathophysiology of sleep-disordered breathing

Palombini, Luciana de Oliveira
2010-06-01

Resumo em português O sono representa uma fase na qual o sistema respiratório sofre importantes mudanças que levam a uma maior vulnerabilidade e maior chance de ocorrência de anormalidades, mesmo em indivíduos normais. Na transição da vigília para o sono, existe normalmente um aumento da resistência de via aérea superior e prejuízo de diferentes respostas e reflexos protetores, os quais são eficientes em promover e manter a patência da via aérea superior durante a vigília. Em i (mais) ndivíduos que apresentam fatores de risco, tais como anormalidades anatômicas em via aérea superior, essas mudanças associadas ao sono não conseguem ser compensadas de forma eficaz e, com isso, ocorre uma maior chance de ocorrer um distúrbio respiratório do sono. Os distúrbios respiratórios do sono são caracterizados por diferentes graus de diminuição do espaço das vias aéreas superiores. Essa diminuição tem causas multifatoriais, que incluem anormalidades da anatomia de via aérea superior, alteração da resposta neuromuscular e de alterações em receptores de via aérea superior. Provavelmente muitas alterações funcionais e anatômicas em via aérea superior são de característica genética, tornando o individuo com maior risco quando exposto a determinados fatores ambientais, tais como alergias, e a partir da combinação destes fatores haverá uma maior chance de desenvolver distúrbios respiratórios do sono. Resumo em inglês Sleep is a phase during which the respiratory system undergoes major changes. These changes lead to greater vulnerability and a greater risk of abnormalities, even in normal individuals. In the transition from wakefulness to sleep, there is commonly an increase in upper airway resistance and impairment of various protective responses and reflexes, which are efficient in promoting and maintaining upper airway patency during wakefulness. In individuals who present risk fact (mais) ors, such as anatomical abnormalities in the upper airway, these sleep-related changes cannot be efficaciously compensated, which increases the chances that sleep-disordered breathing will occur. Sleep-disordered breathing is characterized by a reduction in the size of upper airways, although the degree of the reduction varies. This reduction has multifactorial causes, which include anatomical abnormalities in the upper airway, alterations in the neuromuscular response and impairment of receptors in the upper airway. Upper airway functional and anatomical changes are likely to have genetic components, and, therefore, individuals exposed to certain environmental factors, such as allergies, have a greater chance of developing sleep-disordered breathing.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

72

Sonolência diurna excessiva pós-traumatismo de crânio: associação com movimentos periódicos de pernas e distúrbio de comportamento do sono REM: relato de caso/ Excessive daytime sleepiness after traumatic brain injury: association with periodic limb movements and REM behavior disorder: case report

Rodrigues, Raimundo Nonato D.; Silva, Aída A.A. Abreu e
2002-09-01

Resumo em português Um homem de 52 anos, procurou o Hospital. Universitário de Brasília com queixa de sono agitado. Sua esposa relatava, desde há cerca de 10 anos, intensa movimentação de membros e agressividade em meio a sonhos violentos. Desde então apresentava sonolência diurna excessiva. Havia relato de traumatismo de crânio há 34 anos e coma de 2 meses de duração. A vídeo-polissonografia revelou comportamento agressivo e agitado durante o sono REM, e movimentos periódicos d (mais) e pernas. Havia importante sonolência diurna no teste de latências de sono. Foi instituído tratamento com levodopa-benzerazida 100/25 mg à noite. Após 10 semanas de evolução, houve melhora da movimentação noturna global, e desaparecimento dos episódios ligados a sonhos de conteúdo violento. Este caso nos permite analisar a associação entre trauma craniano e alterações nas vias dopaminérgicas (movimentos periódicos das pernas e distúrbio de comportamento do sono REM) e revisar a importância dos distúrbios na produção de hipocretina hipotalâmica na fisiopatologia desse quadro clínico. Resumo em inglês A 52 year-old male patient, had complaint of "restless sleep". His wife informed that for the past ten years the patient had presented intense and aggressive body movements, and sometimes, violent dreams. The patient also complained of excessive daytime sleepiness. His relevant previous medical history included a traumatic brain injury at the age of 28 which left him in coma for two months. A video-polysomnography showed periodic leg movements and, during REM sleep, aggre (mais) ssive and agitated behaviour. The multiple sleep latency test revealed extremely short latencies. Initially, he was treated with levodopa-benzerazide, 100/25 mg, 2 hours before bedtime. After 10 weeks his overnight behaviour pattern improved and leg movements diminished. This case supports the hypothesis of an association between cranial trauma and alterations in the dopaminergic pathways represented by periodic leg movements during sleep and a sleep behaviour disorder and proposes the possibility of hypothalamic hypocretin involvement in its pathophysiology.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

73

Avaliação da função cognitiva da aprendizagem em crianças com distúrbios obstrutivos do sono/ Assessment of cognitive learning function in children with obstructive sleep breathing disorders

Uema, Sandra Fumi Hamasaki; Pignatari, Shirley Shizue Nagata; Fujita, Reginaldo Raimundo; Moreira, Gustavo Antônio; Pradella-Hallinan, Márcia; Weckx, Luc
2007-06-01

Resumo em português Os distúrbios obstrutivos do sono são relativamente freqüentes na população pediátrica, porém o impacto da perda do sono na aprendizagem e função cognitiva não está bem estabelecido. OBJETIVO: Avaliar se pacientes com distúrbios obstrutivos do sono apresentam alteração de aprendizagem, memória e atenção. CASUÍSTICA E MÉTODO: Foram avaliadas 81 crianças de 6 a 12 anos de idade, divididas em 3 grupos: grupo SAHOS (n=24), grupo Ronco Primário (n=37) e gr (mais) upo Controle (n=20), através de testes de aprendizagem (Teste de Rey) e cognitivos (Dígito, Código, Cancelamento de Letras e Símbolos). Todas as crianças realizaram polissonografia. RESULTADOS: O grupo SAHOS (n=24) e o grupo Ronco Primário (n=37) apresentaram diferença estatisticamente significante nas variáveis A1 (p=0,001) do Teste de Rey quando comparados ao grupo controle. O grupo Ronco Primário apresentou ainda diferenças nas variáveis A2, A4, AT e A6 do Teste de Rey (p=0,020; p=0,05; p=0,004; p=0,05, respectivamente) em relação ao grupo controle (n=20). CONCLUSÃO: Crianças com distúrbios obstrutivos do sono apresentam piores resultados no teste de aprendizagem e memória (Teste de Rey), principalmente o grupo RP, quando este é comparado ao grupo SAHOS. Os testes de atenção apresentam resultados semelhantes entre os grupos. Resumo em inglês Sleep obstructive breathing disorders are frequent in children but the impact of sleep deprivation on the cognitive learning function is unclear. AIM: To establish whether patients with sleep obstructive breathing disorders show any functional change in learning, memory and attention. MATERIAL AND METHODS: Eighty-one children aged from 6 to 12 years were divided into 3 groups: obstructive sleep apnea syndrome (OSAS), n=24; primary snoring (PS), n=37; and control, n=20. Th (mais) e groups were assessed using learning (Rey) and psychological (Digit, Code, Letter Concealing, and Symbol) tests. RESULTS: OSAS and PS children showed statistically significant worse performance on the variable A1 in Rey test (learning and memory) when compared with controls (p=0.011). PS children had an even worse performance on the variables A2, A4, AT and A6 compared to OSAS participants and controls (p=0.020;p=0.050;p=0.004,p=0.05). Conclusion: Children with obstructive sleep breathing disorders, in particular PS, show worse Rey test scores. PS and OSAS children performed similarly in attention tests.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

74

Epidemiologia dos distúrbios respiratórios do sono/ Epidemiology of sleep-disordered breathing

Viegas, Carlos Alberto de Assis
2010-06-01

Resumo em português Os principais distúrbios respiratórios do sono, ronco e SAOS, são muito prevalentes na população geral, embora se acredite que a maioria dos casos continue não diagnosticada. Devemos estar atentos para os principais fatores de risco que favorecem o aparecimento desses distúrbios, como gênero masculino, obesidade, envelhecimento e características crânio-faciais. Da mesma forma, a presença de hipertensão arterial sistêmica, enfermidades cardiovasculares e metabólicas deve nos alertar para a possibilidade da concomitância de SAOS. Resumo em inglês The principal types of sleep-disordered breathing-snoring and obstructive sleep apnea syndrome-are highly prevalent in the general population, although it is believed that the majority of cases continue to go undiagnosed. We should be aware of the principal risk factors that favor the onset of these disorders, such as male gender, obesity, aging and craniofacial features. Similarly, systemic arterial hypertension, cardiovascular diseases and metabolic disorders should alert us to the possibility of obstructive sleep apnea syndrome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

75

A faringometria acústica: correlações clínico-instrumentais nos distúrbios do sono/ Acoustic pharyngometry: clinical and instrumental correlations in sleep disorders

Gelardi, Matteo; del Giudice, Alessandro Maselli; Cariti, Francesco; Cassano, Michele; Farras, Aline Castelante; Fiorella, Maria Luisa; Cassano, Pasquale
2007-04-01

Resumo em português A faringometria acústica representa um método atual baseado no principio físico da reflexão acústica, útil à análise volumétrica do espaço orofaringolaringotraqueal. OBJETIVO: Este estudo se propõe a avaliar as variações dos parâmetros faringométricos em indivíduos portadores de distúrbios respiratórios do sono (DRS), para estabelecer uma relação entre as variações morfovolumétricas do espaço orofaringolaríngeo e a existência e gravidade da patol (mais) ogia. FORMA DE ESTUDO: Clínico e experimental. MATERIAL E MÉTODO: Foram examinados 110 pacientes, 70 com DRS e 40 normais, durante o período de Junho/04 a Junho/05. Todos os pacientes foram submetidos à faringometria acústica que permitiu uma avaliação da área oro e hipofaríngea através de um gráfico explicativo. RESULTADOS: Os parâmetros obtidos nos pacientes com DRS mostraram uma importante diferença com respeito ao grupo controle, principalmente na amplitude da I onda (significantemente menor nos pacientes com macroglossia), na extensão do segmento OF, na amplitude do segmento OF e na área hipofaríngea. COLCLUSÃO: A faringometria acústica, mesmo não sendo uma técnica padronizada, pode auxiliar no diagnóstico das síndromes obstrutivas do sono, na localização dos possíveis pontos de obstrução e da gravidade da patologia, e no monitoramento dos pacientes submetidos a cirurgias desobstrutivas das vias aéreas superiores. Resumo em inglês Acoustic Pharyngometry is a modern diagnostic method based on physical principle of acoustic reflection. It is useful for volume analysis of oro-pharyngo-laryngeal spaces. AIM: To evaluate variations of pharyngometric parameters in patients with sleep disorders and to establish a correlation between morpho-volumetric variations of oro-pharyngo-laryngeal spaces and the presence and severity of disease. STUDY DESIGN: a clinical and experimental study. MATERIAL AND METHOD: 1 (mais) 10 patients, of which 70 with sleep disorders and 40 healthy patients as a control group, were analysed between June 2004 and June 2005. All patients underwent acoustic pharyngometry to evaluate the mouth and hypopharynx based on an explanatory chart. RESULTS: A significant difference in parameters was observed between sleep disorder patients and the control group, especially in the amplitude of the I wave (significantly lower in patients with macroglossia), the extension of the O-F segment, and the amplitude of the O-F segment and hypopharyngeal area. CONCLUSION: Although not a standardized test, acoustic pharyngometry was proved to be a useful method both in the diagnosis and severity of obstructive sleep apnea, and in post-operative monitoring of upper airway surgery in patients with sleep disorders.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

77

Avaliação da obstrução da via aérea superior através da videonasofaringoscopia: comparação da manobra de Müller com o sono induzido/ Evaluation of airway obstruction by nasopharyngoscopy: comparison of the Müller maneuver versus induced sleep

Gregório, Marcelo Gervilla; Jacomelli, Márcia; Figueiredo, Adelaide C.; Cahali, Michel Burihan; Pedreira Junior, Wilson Leite; Lorenzi Filho, Geraldo
2007-10-01

Resumo em português A nasofaringoscopia com realização de Manobra de Müller é freqüentemente utilizada para determinar o local da obstrução na via aérea superior. No entanto, sua utilidade é controversa, uma vez que é realizada com o paciente acordado e pode não reproduzir os fenômenos obstrutivos que ocorrem durante o sono. OBJETIVOS: Comparar o grau de obstrução faríngea nas regiões retropalatal e retrolingual que ocorrem durante a manobra de Müller com aquelas que ocorrem (mais) durante o sono induzido. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo prospectivo de 8 pacientes (3 homens e 5 mulheres) com idade (média ±desvio padrão) de 48,6 ± 9,2 anos de idade através de videonasofaringoscopia durante a manobra de Müller e durante o sono induzido por midazolam endovenoso. RESULTADOS: Observamos obstrução retropalatal similar durante a manobra de Müller e sono induzido (média + desvio padrão 3,13 + 0,99 e 2,75 + 0,46, respectivamente, p= 0,234). Em contraste, a obstrução retrolingual foi significantemente menor durante a manobra de Müller (média + desvio padrão 0,63 + 1,06 e 2,63 + 1,30, respectivamente, p= 0,005). CONCLUSÃO: O método do sono induzido foi seguro sob as condições de monitorização adotadas, tendo detectado maior ocorrência de colapso retrolingual do que a manobra de Müller. Resumo em inglês The use of nasopharyngoscopy during the application of intrathoracic pressure (Müller maneuver) is frequently employed to establish the site of upper airway obstruction. The Müller maneuver, however, is used when the patient is awake and therefore may not correlate with obstruction occurring during sleep. AIM: to compare the degree of pharyngeal obstruction in the retropalatal and retroglossal regions during the Müller maneuver versus induced sleep using nasopharyngosc (mais) opy. STUDY DESIGN: A prospective, case series study. MATERIAL AND METHODS: Eight patients (three males, five females), with a mean age of 48.6 +/- 9,2 year, underwent nasopharyngoscopy to assess airway anatomy and funciton during the Müller maneuver while awake and during sleep induced by drip infusion of Midazolam. RESULTS: Retropalatal obstruction was similar during the Müller maneuver and sleep (mean + standard deviation = 3.13 +/- 0.99 and 2.75 +/- 0.46, p= 0.234). Retroglossal obstruction was significantly lower during Müller maneuver compared to sleep (mean + standard deviation 0.63 +/- 1.06 and 2.63 +/- 1.30, respectively, p= 0.005). CONCLUSIONS: The sleep inducing method was safe under the monitored conditions of this study, and detected more retroglossal obstruction than the Müller maneuver.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

78

Alterações cardiovasculares na síndrome da apnéia obstrutiva do sono/ Cardiovascular comorbidities and obstructive sleep apnea

Cintra, Fátima Dumas; Poyares, Dalva; Guilleminault, Christian; Carvalho, Antonio Carlos; Tufik, Sergio; Paola, Angelo A. V. de
2006-06-01

Resumo em português A síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAHOS) é uma condição prevalente na população, associada a maior risco cardiovascular, freqüentemente não-diagnosticada. O reconhecimento da síndrome requer alto grau de suspeita clínica, especialmente por cardiologistas, e pode ser confirmada por meio da polissonografia. O tratamento da síndrome com o uso de CPAP (pressão positiva na via aérea superior) é altamente eficaz, melhorando o padrão respiratório durante (mais) o sono, instituindo o sono reparador e, dessa forma, otimizando a qualidade de vida desses pacientes, além de atenuar ou reverter muitas das complicações cardiovasculares relacionadas a SAHOS. Este artigo aborda a fisiopatologia e os aspectos clínicos das comorbidades cardiovasculares associadas à síndrome. Resumo em inglês Obstructive sleep apnea-hypopnea syndrome (OSAHS) is a prevalent condition in the general population. It is associated with increased cardiovascular risk and often goes unrecognized. Its diagnose requires a high degree of clinical suspicion, particularly on the part of cardiologists, and it may be confirmed by polysomnography. Continuous positive airway pressure (CPAP) therapy is highly effective, since it improves sleep breathing pattern, promotes restful sleep and thus (mais) enhances the quality of life of these patients, in addition to attenuating or reversing many cardiovascular complications related to OSAHS. This paper addresses the pathophysiology and clinical features of cardiovascular comorbidities associated with the syndrome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

79

Validação para língua portuguesa de duas escalas para avaliação de hábitos e qualidade de sono em crianças/ Language validation of two scales to evaluate sleep quality in children

Batista, Bianca H Brum; Nunes, Magda Lahorgue
2006-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Apresentar a validação para língua portuguesa das escalas de avaliação do sono: "Inventário dos hábitos de sono para crianças pré-escolares" e "Questionário sobre o comportamento do sono". MÉTODOS: Inicialmente as escalas foram traduzidas para português, após receberam tradução reversa, em reunião de consenso foi avaliada a melhor versão. As escalas foram aplicadas em dois grupos de crianças (controle e com epilepsia). Os pacientes com epilepsi (mais) a foram estratificados pela gravidade através da classificação de Engel. Os escores obtidos foram comparados entre si e relacionados com a gravidade da epilepsia. RESULTADOS: A escala "Inventário dos hábitos de sono para crianças pré-escolares" evidenciou maior incidência de alterações na rotina da hora de dormir, na ritmicidade do sono e de separação dos pais no grupo com epilepsia refratária. Crianças com epilepsia controlada apresentaram hábitos do sono mais saudáveis (p Resumo em inglês OBJECTIVE: Validation to Portuguese of the questionaries: Sleep Habits Inventory for Preschool Children and Sleep Behavior Questionaire. METHODS: The English version of the questionnaires was translated and back translated independently by two professionals, after that the best version was choose. The Portuguese version was applied in two groups of children: patients with epilepsy and a control group. Patients with epilepsy were classified according to Engel score. Result (mais) s obtained on both groups were related to epilepsy refractoriness. RESULTS: Sleep Habits Inventory for Preschool Children applied in children between 2-6 years of age showed that patients with refractory epilepsy have a major incidence of disorders in the sleep rhythm and routines. Furthermore, they also have more problems to be separated from parents. Children with well controlled epilepsy have more incidence of health sleep habits (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

80

Pontas positivas occipitais transitórias no eletrencefalograma de pacientes epilépticos submetidos a privação do sono/ Sleep occipital positive transient spikes seen at EEG of epileptic patients submitted to sleep deprivation

Gonçalves e Silva, Gilson Edmar
2007-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Comparar o aparecimento do grafoelemento de ponta positiva occipital transitória do sono em eletrencefalograma (EEG) de pacientes epilépticos com e sem privação do sono, como método de ativação. MÉTODO: Foram analisados 40 EEG de 20 pacientes epilépticos com idade variando de 12 a 43 anos sendo 60% do sexo masculino, atendidos no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, no período de 1995 a 2000. Foram incluídos pacientes com epil (mais) epsia diagnosticada clinicamente e EEG sem alteração. Cada paciente foi submetido a um EEG sem privação de sono e outro após 36 horas de privação. O registro dos dois EEG foi separado por intervalo de 48 horas, obedecendo ao protocolo padrão. O efeito da privação do sono foi avaliado pelo aparecimento do grafoelemento PPOTS durante o estágio NREM do sono. RESULTADOS: No EEG sem privação do sono, a PPOTS foi identificada em 6 (30%) pacientes no estágio I e em 1 (5%) paciente em ambos os estágios I e II NREM. Após privação do sono, PPOTS estiveram ausentes em apenas um paciente, mas presentes em 25% casos no estágio I NREM e em 70%, nos estágios I e II NREM. CONCLUSÃO: O aumento da freqüência de PPOTS após privação do sono, parece indicar a existência da liberação de neurotransmissores excitatórios, o que pode contribuir significativamente para a investigação da excitabilidade cerebral. Resumo em inglês OBJECTIVE: To compare the presence of "sleep occipital positive transient spikes" (SOPTS) in the electroencephalogram (EEG) of epileptic patients without sleep deprivation (SD) to those with SD, as an activation method. METHOD: The author analyzed 40 EEG of 20 epileptic patients, aging from 12 to 43 years, 60%, males. Those patients were attempted at the Clinics Hospital of Universidade Federal de Pernambuco, from 1995 to 2000. Every patient included in this study had epi (mais) lepsy clinically diagnosed and all EEG without abnormalities. Each subject was submitted to one EEG without SD and another, after 36 hours of SD. The register of these EEG was performed within an interval of 48 h, obeying to the standard protocol. The effect of sleep deprivation was evaluated by the presence of the graphic element SOPTS during NREM sleep stage. RESULTS: On the EEG without SD, the SOPTS were present in 6 (30%) patients on stage I and in 1 (5%) other, on both stages I and II NREM. After SD, SOPTS were absent for only one patient, but were identified on stage I NREM for 25% of patients and, on stages I and II NREM, for 75% of cases. CONCLUSION: The increase on the frequency of SOPTS after sleep deprivation seems to indicate the existence of excitatory neurotransmitters, what may significantly contribute to the investigation of cerebral excitability.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

81

Obstrução nasal e alto escore de Mallampati como fatores de risco associados para Apneia Obstrutiva do Sono/ Nasal obstruction and high Mallampati score as risk factors for Obstructive Sleep Apnea

Rodrigues, Marcos Marques; Dibbern, Ralph Silveira; Goulart, Carla W. Kruel
2010-10-01

Resumo em português Os distúrbios respiratórios do sono estão associados à perviedade das vias aéreas superiores. Obstrução nasal é associada com o aumento de eventos de apneia do sono, principalmente pelo aumento da pressão negativa imposta às vias aéreas durante a inspiração. OBJETIVO: Avaliar a influência da obstrução nasal associada à classificação modificada de Mallampati na gravidade da SAOS. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados e classificados 206 pacientes com que (mais) ixa de roncos e história sugestiva de SAOS através do Escore Modificado de Mallampati, Friedman, obstrução nasal e quanto à gravidade da SAOS pelo IAH. RESULTADOS: Foram incluídos 168 pacientes que se submeteram ao estudo de polissonografia no laboratório de sono. Uma crostabulação foi feita entre o escore modificado de Mallampati, obstrução nasal e o IAH. O Oddis Ratio entre alto escore de Mallampati e IAH foi OR=5,053, IC 95%=1,458 - 7,517(p = 0,0071). Alto Mallampati associado com obstrução nasal se correlacionam com SAOS (p=0,0227). Entretanto, a influência da obstrução nasal sobre a relação do alto escore de Mallampati e SAOS não foi significativa OR = 2,850, IC 95%=0,992 - 8,189. CONCLUSÃO: A associação de alto escore de Mallampati e obstrução nasal é fator de risco para agravamento da SAOS. Resumo em inglês Respiratory sleep disorders are strongly associated with upper airway patency. Nasal obstruction is associated with higher incidences of sleep apnea, primarily by increasing the negative pressure on the airway during inspiration. AIMS: To evaluate the influence of nasal obstruction in the worsening of sleep apnea in patients with OSA and a high score on the modified classification of Mallampati. MATERIALS AND METHODS: We evaluated and classified 206 patients complaining o (mais) f snoring, and with a past suggestive of OSA through the Modified Mallampati score, Friedman, nasal obstruction and the severity of OSA by AHI. RESULTS: 168 patients who underwent polysomnography were included. Cross-plotting was made comparing the modified Mallampati score, nasal obstruction and AIH. The odds ratio between high Mallampati score and AHI was OR = 5.053, 95% CI = 1.458 to 7.517 (p = 0.0071). High Mallampati score associated with nasal obstruction was correlated with OSAS (p = 0.0227). However the influence of nasal obstruction on the relationship of high Mallampati score and OSA was not significant: OR = 2.850, 95% CI = 0.992 to 8.189. CONCLUSION: The combination of high Mallampati score and nasal obstruction represents a greater risk factor for worsening of OSA.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

82

Sonolência excessiva/ Excessive daytime sleepiness

Bittencourt, Lia Rita Azeredo; Silva, Rogério Santos; Santos, Ruth Ferreira; Pires, Maria Laura Nogueira; Mello, Marco Túlio de
2005-05-01

Resumo em português A sonolência é uma função biológica, definida como uma probabilidade aumentada para dormir. Já a sonolência excessiva (SE), ou hipersonia, refere-se a uma propensão aumentada ao sono com uma compulsão subjetiva para dormir, tirar cochilos involuntários e ataques de sono, quando o sono é inapropriado. As principais causas de sonolência excessiva são a privação crônica de sono (sono insuficiente), a Síndrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAHOS (mais) ), a narcolepsia, a Síndrome das Pernas Inquietas/Movimentos Periódicos de Membros (SPI/MPM), Distúrbios do Ritmo Circadiano, uso de drogas e medicações e a hipersonia idiopática. As principais conseqüências são prejuízo no desempenho nos estudos, no trabalho, nas relações familiares e sociais, alterações neuropsicológicas e cognitivas e risco aumentado de acidentes. O tratamento da sonolência excessiva deve estar voltado para as causas específicas. Na privação voluntária do sono, aumentar o tempo de sono e higiene do sono, o uso do CPAP (Continuous Positive Airway Pressure) na Síndrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono, exercícios e agentes dopaminérgicos na Síndrome das Pernas Inquietas/Movimentos Periódicos de Membros, fototerapia e melatonina nos Distúrbios do Ritmo Circadiano, retiradas de drogas que causam sonolência excessiva e uso de estimulantes da vigília. Resumo em inglês Sleepiness is a physiological function, and can be defined as increased propension to fall asleep. However, excessive sleepiness (ES) or hypersomnia refer to an abnormal increase in the probability to fall asleep, to take involuntary naps, or to have sleep atacks, when sleep is not desired. The main causes of excessive sleepiness is chronic sleep deprivation, sleep apnea syndrome, narcolepsy, movement disorders during sleep, circadian sleep disorders, use of drugs and med (mais) ications, or idiopathic hypersomnia. Social, familial, work, and cognitive impairment are among the consequences of hypersomnia. Moreover, it has also been reported increased risk of accidents. The treatment of excessive sleepiness includes treating the primary cause, whenever identified. Sleep hygiene for sleep deprivation, positive pressure (CPAP) for sleep apnea, dopaminergic agents and exercises for sleep-related movement disorders, phototherapy and/or melatonin for circadian disorders, and use of stimulants are the treatment modalities of first choice.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

83

Diretrizes brasileiras para o diagnóstico de narcolepsia/ Brazilian guidelines for the diagnosis of narcolepsy

Alóe, Flávio; Alves, Rosana Cardoso; Araújo, John F.; Azevedo, Alexandre; Bacelar, Andrea; Bezerra, Márcio; Bittencourt, Lia Rita Azeredo; Bustamante, Guilherme; Cardoso, Tânia Aparecida Marchiori de Oliveira; Eckeli, Alan L.; Fernandes, Regina Maria França; Goulart, Leonardo; Pradella-Hallinan, Márcia; Hasan, Rosa; Sander, Heidi Haueisen; Pinto Jr., Luciano Ribeiro; Lopes, Maria Cecília; Minhoto, Gisele Richter; Moraes, Walter; Moreira, Gustavo Antônio; Pachito, Daniela; Pedrazolli, Mário; Poyares, Dalva; Prado, Lucila; Rizzo, Geraldo; Rodrigues, R. Nonato; Roitman, Israel; Silva, Ademir Baptista; Tavares, Stella Márcia Azevedo
2010-09-01

Resumo em português Este artigo relata as conclusões da reunião de consenso com médicos especialistas sobre diagnóstico de narcolepsia baseada na revisão dos artigos sobre narcolepsia listados no Medline entre 1980 e 2010. A narcolepsia é uma doença crônica de início entre a primeira e segunda décadas de vida do indivíduo. Os sintomas essenciais são cataplexia e sonolência excessiva. A cataplexia é definida como episódios súbitos, recorrentes e reversíveis de fraqueza da mus (mais) culatura esquelética desencadeados por situações de conteúdo emocional. Os sintomas acessórios são alucinações hipnagógicas, paralisia do sono e sono fragmentado. Critérios de diagnóstico clínico de acordo com a Classificação Internacional dos Transtornos do Sono são de sonolência excessiva e cataplexia. Recomenda-se a realização de polissonografia seguida do teste de latência múltipla do sono em um laboratório de sono para confirmação e diagnóstico de comorbidades. Quando não houver cataplexia, deve haver duas ou mais sonecas com sono REM no teste de latência múltipla do sono. Tipagem HLA-DQB1*0602 positiva com níveis de hipocretina-1 abaixo de 110pg/mL devem estar presentes para o diagnóstico de narcolepsia sem cataplexia e sem sonecas com sono REM. Resumo em inglês This manuscript contains the conclusion of the consensus meeting on the diagnosis of narcolepsy based on the review of Medline publications between 1980-2010. Narcolepsy is a chronic disorder with age at onset between the first and second decade of life. Essential narcolepsy symptoms are cataplexy and excessive sleepiness. Cataplexy is defined as sudden, recurrent and reversible attacks of muscle weakness triggered by emotions. Accessory narcolepsy symptoms are hypnagogic (mais) hallucinations, sleep paralysis and nocturnal fragmented sleep. The clinical diagnosis according to the International Classification of Sleep Disorders is the presence of excessive sleepiness and cataplexy. A full in-lab polysomnography followed by a multiple sleep latency test is recommended for the confirmation of the diagnosis and co-morbidities. The presence of two sleep-onset REM period naps in the multiple sleep latency test is diagnostic for cataplexy-free narcolepsy. A positive HLA-DQB1*0602 with lower than 110pg/mL level of hypocretin-1 in the cerebrospinal fluid is required for the final diagnosis of cataplexy- and sleep-onset REM period -free narcolepsy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

84

Insônia primária: diagnóstico diferencial e tratamento/ Primary insomnia: differential diagnosis and treatment

Monti, Jaime M
2000-03-01

Resumo em português A insônia primária é uma dissonia caracterizada pela dificuldade em iniciar e/ou manter o sono e pela sensação de não ter um sono reparador durante um período não inferior a 1 mês. Do ponto de vista polissonográfico, é acompanhada de alterações na indução, na continuidade e na estrutura do sono. Geralmente aparece no adulto jovem, é mais freqüente na mulher e tem um desenvolvimento crônico. A insônia primária é observada de 12,5% a 22,2% dos pacientes (mais) portadores de insônia crônica, sendo precedida em freqüência somente na insônia de depressão maior. A insônia primária crônica deve se diferenciar da insônia vinculada a uma higiene inadequada do sono, uma síndrome depressiva ou um transtorno de ansiedade generalizado. O tratamento da insônia primária inclui: higiene adequada do sono, terapia cognitiva e de conduta e uso de fármacos hipnóticos. Entre esses últimos, se destacam o zolpidem e a zopiclona, que melhoram significativamente o sono sem alterar sua estrutura ou induzir a uma reincidência da insônia logo após uma interrupção brusca. Além disso, o desenvolvimento de fármaco-dependência e de vício é muito pouco freqüente. Resumo em inglês Primary insomnia is a dyssomnia characterized by a complaint of difficulty in initiating or maintaining sleep and the absence of restorative sleep that lasts for at least 1 month. The polysomnographic test shows alterations in the induction, continuity and structure of sleep. Primary insomnia typically begins in young adulthood, has a chronic course, and it is more prevalent among women. Its prevalence among patients with chronic insomnia ranges from 12.5% to 22.2%. Prima (mais) ry insomnia must be distinguished from insomnia related to inadequate sleep hygiene or another mental disorder, such as generalized anxiety disorder or a mood disorder. The treatment of primary insomnia consists of nonpharmacological strategies (sleep hygiene, behavior-cognitive therapy) and sleep-promoting medication (e.g. hypnotics). Few differences exist between benzodiazepines, zopiclone and zolpidem in terms of effectiveness in inducing and maintaining sleep. However, in contrast to benzodiazepines, zolpidem and zopiclone do not suppress slow-wave sleep. Rebound insomnia and drug addiction are uncommon.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

85

Epidemiologia da insônia/ Epidemiology of the insomnia

Souza, José Carlos; Reimão, Rubens
2004-04-01

Resumo em português Os autores fizeram uma ampla revisão da literatura científica mundial sobre a epidemiologia da insônia, o mais prevalente dos distúrbios do sono. Foi feito um levantamento bibliográfico, no período de janeiro de 2002 a novembro de 2003, das publicações dos últimos 30 anos, nos bancos de dados MEDLINE e LILACS, sobre a definição e prevalência da insônia, além de suas conseqüências socioeconômicas. As palavras-chaves pesquisadas foram: distúrbio de iniciar (mais) o sono, distúrbio de manutenção do sono, distúrbio do despertar precoce, insônia, distúrbios do sono, prevalência da insônia, conseqüências da insônia. Observou-se uma grande variação dos critérios de definição da insônia, dos desenhos metodológicos e dos resultados dos estudos epidemiológicos, o que prejudicou as comparações dos dados das várias pesquisas. As futuras linhas de pesquisa sobre a epidemiologia da insônia devem se embasar em um consenso sobre sua definição e critérios metodológicos mais bem-definidos. Resumo em inglês A vast literature review on the insomnia epidemiology, the most common sleep disorder, using MEDLINE and LILACS last 30 years of data, was performed from January 2002 to November 2003. The key-words were: sleep initiation disorders, sleep maintenance disorders, early awakening disorder, insomnia, sleep disorders, insomnia prevalence, insomnia consequences. Several insomnia definition criteria and epidemiology researches methods, with data comparison difficulties, were not (mais) iced. In the future it will be necessary similar insomnia definition and epidemiology studies criteria.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

86

Melhora da qualidade de vida em crianças após adenoamigdalectomia/ Improvement in the quality of life of children after adenotonsillectomy

Di Francesco, Renata C.; Fortes, Felipe S. G.; Komatsu, Clarissa L.
2004-12-01

Resumo em português O aumento de volume das tonsilas palatina e faríngea é um dos problemas mais freqüentes do consultório do otorrinolaringologista e é a principal causa de apnéia obstrutiva do sono em crianças. OBJETIVO: Avaliar o impacto da adenoamigdalectomia na qualidade de vida em crianças com hiperplasia adenoamigdaliana. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Trinta e seis pais ou responsáveis de crianças submetidas a adenoamigdalectomia foram entrevista (mais) dos antes e após a cirurgia através do questionário sobre qualidade de vida específica desenvolvido por Serres et al., 2000, que inclui os domínios: sofrimento físico, distúrbios do sono, problemas de fala e deglutição, desconforto emocional, limitação das atividades e preocupação do responsável. RESULTADOS: A qualidade de vida de todas as crianças melhorou após a cirurgia. Foi observada correlação direta entre o grau de obstrução e distúrbios do sono, preocupação paterna, e na média dos domínios. Correlacionando-se os domínios entre si, observamos relação estatística entre sofrimento emocional e distúrbios do sono, preocupação paterna e distúrbios do sono, limitação das atividades físicas e desconforto emocional. CONCLUSÃO: O aumento das tonsilas e a apnéia obstrutiva do sono pioram a qualidade de vida das crianças, principalmente pelo sofrimento físico e distúrbios do sono. A adenoamigdalectomia realmente traz uma melhora importante na qualidade de vida destes pacientes. Resumo em inglês Enlarged palatine and pharyngeal tonsils is one of the most frequent occurrences in otorhinolaryngology, and it is the main cause of obstructive sleep apnea in children. AIM: To evaluate the impact of adenotonsillectomy in the quality of life of children with adenotonsillar hyperplasia. STUDY DESIGN: Clinical prospective. MATERIAL AND METHOD: 36 parents/guardians of children who underwent adenotonsillectomy were interviewed, before and after surgery. We used a special Que (mais) stionnaire about quality of life (developed by Serres' et al. 2000), whose items included physical distress, sleep disorders, speech and swallowing disorders, emotional distress, limitation in activities and parent's/guardian's concern. RESULTS: The quality of life of all children improved after surgery. There was direct association between the level of airway obstruction and sleep disorders, parent's/guardian's concern and average scores. Comparing the items, we found statistical association between emotional distress and sleep disorders; parent's/guardian's concern and sleep disorders and limitation in activities and emotional distress. CONCLUSION: Enlarged tonsils and obstructive sleep apnea worsen the quality of life of children, especially because of physical distress and sleep disorders. Adenotonsillectomy greatly improves the quality of life of these patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

87

Consequências do ronco não-tratado/ Consequences of untreated snoring

Silveira, Flávio José Magalhães da; Duarte, Ricardo Luiz de Menezes
2010-06-01

Resumo em português Em alguns estudos, o ronco tem sido associado com um risco aumentado de hipertensão, doença cardíaca isquêmica e acidente vascular encefálico. Os mecanismos são desconhecidos, mas provavelmente mediados pela apneia obstrutiva do sono. Contudo, a maioria dos roncadores não tem apneia do sono. Se o ronco, por si só, aumenta o risco de doença cardiovascular, isso ainda permanece controverso. Resumo em inglês In some studies, snoring has been associated with an increased risk of hypertension, ischemic heart disease and stroke. Although the mechanisms involved in these associations are unknown, they are probably mediated by obstructive sleep apnea. Nevertheless, most snorers do not have sleep apnea. Whether snoring itself increases the risk of cardiovascular disease remains controversial.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

88

Causas de insônia nos primeiros anos de vida e repercussão nas mães: atualização/ Causes of insomnia in the first years of life and maternal consequences: an update

Tenenbojm, Eduardina; Rossini, Sueli; Estivill, Eduard; Segarra, Francisco; Reimão, Rubens
2010-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisar a literatura sobre insônia de crianças pequenas e seus aspectos relacionados às repercussões familiares, à abordagem pediátrica e ao seu tratamento. FONTES DE DADOS: Levantamento de publicações indexadas no Medline e Lilacs entre os anos de 1998 e 2008, rastreadas com a combinação dos descritores: "sleep", "insomnia", "child", "depression", "mother-child relationship", além de teses e capítulos de livros pertinentes ao assunto. SÍNTESE DOS D (mais) ADOS: A insônia da criança pequena, definida como dificuldade repetida em iniciar e/ou manter o sono, é queixa frequente na clínica pediátrica e usualmente traz repercussões nos pais relativas à privação de sono. Aos dois a três meses de idade, há condições biológicas para consolidação das horas de sono à noite; estando a conduta parental associada às dificuldades neste processo. Estudos demonstram que há associação entre insônia do bebê e depressão nas mães, e a insônia pode ser manifestação de dificuldades no desenvolvimento psíquico da criança pequena, que acontece na relação com sua mãe. CONCLUSÕES: O ritmo de sono nos bebês pode e deve estabelecer-se precocemente; os hábitos para o sono devem basear-se nas medidas de higiene do sono. A depressão nas mães, que pode contribuir para a insônia do bebê, idealmente poderia ser detectada pelo pediatra, prevenindo esse comprometimento das mães e de seus bebês. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the literature on insomnia in small children, its aspects related to effects on parents, pediatric approach and treatment. DATA SOURCES: A survey of publications indexed in Medline and Lilacs between the years 1998 and 2008, searched through the combination of the descriptors "sleep", "insomnia", "child", "depression", "mother-child relationship", besides thesis and chapters of books concerning the subject. DATA SYNTHESIS: The small child insomnia, de (mais) fined as repeated difficulty in initiating and/or maintaining sleep, is a common complaint in the pediatric clinic, and usually entails repercussions on parents related to sleep deprivation. At about two to three months of age, there are already biological conditions for consolidating sleep hours during the night. Parental behavior is associated to difficulties to establish this process. Studies point out that baby's insomnia and mother's depression are closely related. Probably, the insomnia is a sign of the difficulties in the small child's psychic development in the context of mother-child relationship. CONCLUSIONS: Rhythmic sleep in babies can and should be established early in life; sleep habits should be built on rules of sleep hygiene. Mother's depression, which may contribute to baby's insomnia, should ideally be detected by pediatricians, thus preventing such suffering for mothers and babies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

89

Avaliação polissonográfica de pacientes ambulatoriais portadores de transtornos do humor/ Polysomnographic evaluation of clinical patients suffering from mood disturbance

Souza, Mônica M.; Kaimén Maciel, Damácio Ramón; Reimão, Rubens
2003-06-01

Resumo em português A avaliação do sono e os achados polissonográficos de 60 pacientes portadores de transtorno do humor, acompanhados em ambulatório, com média de idade de 36,1 ± 11,3 anos são apresentados ( 12 M, 48 F). Os pacientes foram submetidos a entrevista clínica, questionário do sono e a duas noites de polissonografia, sendo a segunda noite utilizada para dados estatísticos. A distimia foi o diagnóstico mais comum em 25 casos. (41,6%). Para o delineamento do estudo (mais) utilizou-se análise descritiva. As avaliações estatísticas empregadas foram o teste exato de Fisher e o teste de Kruskal-Wallis. Houve tendência para redução da continuidade do sono e aumento da densidade REM, em níveis estatisticamente não significantes. Ocorreu redução significante do sono profundo (estágio 4) diretamente relacionada com a maior severidade da depressão (p=0,0253). Resumo em inglês The sleep patterns of sixty patients suffering from mood disturbance, were studied, with mean age of 36.1 ± 11.3 years ( 12 males, 48 females). These patients were submitted to two nights of nocturnal polysomnographic evaluation; the second night acquired data was employed in the statistics. The following parameters were analyzed: parameters of sleep continuity, parameters of sleep architecture, REM and non-REM sleep parameters. The patients were analyzed in accord (mais) ance to depression severity, presence of sleep disorders and relevant mood disturbances. The most common diagnosis was dysthymia in 25 cases (41.6%). Descriptive analysis was used to delineate the study. The statistics evaluation used the Fisher exact test and the Kruskal-Wallis statistics heterogeneity test. There was reduction in sleep continuity and increase in REM density, both not statistic significant. Stage 4 sleep showed significant reduction in severely depressed patients (p=0.0253).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

90

SAHOS em crianças: perfil clínico e respiratório polissonográfico/ OSAS in children: clinical and polysomnographic respiratory profile

Ramos, Regina Terse Trindade; Daltro, Carla Hilário da Cunha; Gregório, Paloma Baiardi; Souza, Leda Solano de Freitas; Andrade, Nilvano Alves de; Andrade Filho, Antônio de Souza; Machado Júnior, Almerio de Souza
2006-06-01

Resumo em português A Síndrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAHOS) em crianças conta com uma prevalência estimada de 1-3% e poderá estar associada a alterações neurocognitivas, comportamentais e cardiovasculares. Entretanto, alguns pediatras desconhecem o problema e este estudo poderá facilitar o reconhecimento de SAHOS pelos mesmos. OBJETIVO: Descrever as características clínicas e os índices respiratórios polissonográficos de crianças com SAHOS, em um laboratór (mais) io de sono, entre janeiro de 2002 a julho de 2003. FORMA DE ESTUDO: Série de casos. MATERIAL E MÉTODO: Avaliaram-se 93 crianças, de 2 a 10 anos de idade, com diagnóstico polissonográfico de SAHOS. Analisaram-se idade, gênero, grupo racial e dados referentes à saúde e sono das crianças. Os dados polissonográficos estudados foram índice de apnéia-hipopnéia, dessaturação da oxihemoglobina e índice de microdespertar. RESULTADOS: O gênero masculino correspondeu a 61,3% dos casos. A média da idade foi de 5,2 ± 2,1 anos. As queixas que mais motivaram a realização do exame foram roncos, em 24,7% e sono inquieto em 24,7%. Condições médicas mais associadas foram rinite alérgica (98,9%) e hipertrofia de adenóides (50,6%). Apnéia leve ocorreu em 66% das crianças. A média e o desvio-padrão da saturação mínima de O2 foi de 89,1 ± 3,5 e a do número de microdespertares de 8,4 ± 3,5/hora de sono. CONCLUSÃO: Os resultados chamam atenção para a possibilidade de SAHOS em crianças com rinite alérgica e hipertrofia adenotonsilar, com queixas de ronco e sono inquieto. Resumo em inglês Obstructive sleep apnea and hypopnea syndrome in children (osas) has an estimated prevalence of up to 3% and can be associated with neurocognitive and behavioural abnormalities, and also cardiovascular complications. This study may help pediatricians, who are unaware of the problem, to recognize osas. STUDY DESIGN: series of cases. AIM: to describe the clinical characteristics and polysomnographic respiratory findings in a population of children with obstructive sleep apn (mais) ea and hypopnea syndrome referred to the sleep laboratory from january 2002 up to july 2003. METHODS: we studied 93 patients between 2 and 10 years of age with polysomnographic diagnosis of obstructive sleep apnea and hypopnea syndrome. Age, gender, racial group and questions about the children’s health and sleep related disorders were evaluated. Apnea-hypopnea index, oxyhemoglobin desaturation, and arousal index were evaluated too. RESULTS: males represented 61.3%, With a mean age of 5.2 ± 2.1 (Years-old). The complaints that most commonly lead to the exams were snoring in 24.7% And restless sleep in 24.7%. Associated medical conditions frequently reported were allergic rhinitis (98.9%) And adenoid hypertrophy (50.6%). Mild apnea was found in 66%. The mean and sd of spo2 nadir was 89.1 ± 3.5% And the mean and sd of the number of arousals was 8.4 ± 3.5/ Hour of sleep. CONCLUSION: the results suggest the possibility that obstructive sleep apnea and hypopnea syndrome should be suspected in children with allergic diseases and adenoid and tonsil hypertrophy with snoring and restless sleep complaints.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

91

Tratamento não farmacológico para a insônia crônica/ Nonpharmacologic treatment of chronic insomnia

Passos, Giselle Soares; Tufik, Sérgio; Santana, Marcos Gonçalves de; Poyares, Dalva; Mello, Marco Túlio de
2007-09-01

Resumo em português O objetivo deste artigo é descrever, resumidamente, quais são as terapias não farmacológicas e também a atualização do uso destas para o tratamento da insônia crônica. Além da insônia ser o mais prevalente distúrbio do sono, ela está diretamente associada aos transtornos psiquiátricos. Embora o tratamento farmacológico seja o mais comumente utilizado, as terapias não farmacológicas vêm sendo amplamente estudadas, em particular as relacionadas às mudanç (mais) as de comportamento. Entre estas estão a cognitiva; a higiene do sono; a do controle de estímulos; a de restrição do sono; a do relaxamento muscular; a da intenção paradoxal e, mais recentemente, a prática regular de exercícios físicos. Inicialmente, o principal objetivo dos estudos realizados com as intervenções comportamentais foi o de melhorar a qualidade do sono dos pacientes. No entanto, alguns estudos recentes têm sido desenvolvidos com o objetivo de avaliar o efeito de tais terapias auxiliando à redução da dose e da freqüência de uso de medicamentos utilizados, bem como à melhora da qualidade de vida dos pacientes. Como a insônia é um problema crônico, os tratamentos de longo prazo têm sido alvos de estudos e de uso comum entre os clínicos. Resumo em inglês The purpose of this manuscript is to briefly describe the main modalities of non-pharmacological therapy and its utilization on the chronic insomnia treatment. Insomnia is the most frequent sleep disorder and that is more associated with psychiatry disorders. The pharmacotherapy is the most frequent treatment, but the nonpharmacologic therapy has been studied. The most common therapy modalities include behavioral approaches, stimulus control, sleep restriction, paradoxica (mais) l intention, sleep hygiene, progressive muscle relaxation and biofeedback and, more recently, physical exercise practices. At first behavioral therapy aimed to improve sleep quality, however, recent studies have been emphasizing the effect of behavioral and cognitive approaches on quality of life, on decrease of dosage and frequency of drugs intake. Since insomnia is a chronic condition, long-term and safe treatments are warranted.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

92

Hidrato de cloral para captação dos Potenciais Elétricos Auditivos/ Chloral Hydrate to Study Auditory Brainstem Response

Fávero, Mariana Lopes; Ponce, Fabiana Amaral Sanches; Pio, Marcio Ricardo Barros; Tabith Junior, Alfredo; Silva, Fernando Leite Carvalho e
2010-08-01

Resumo em português O Hidrato de cloral é um sedativo usado em procedimentos pediátricos devido à pouca depressão respiratória e cardíaca. OBJETIVO: Avaliar a eficácia da droga para a captação do PEATE e sistematizar o seu emprego. MATERIAL E MÉTODO: Estudo prospectivo transversal com 41 crianças. A dose inicial de HC 10% foi de 50mg/kg com reforço de 6 mg/kg administrado após 30 minutos nos casos onde não houve sedação. A efetividade da droga foi determinada pela indução d (mais) o sono até 1 hora após a administração da dose inicial. A ocorrência de sono foi correlacionada com as doses (50mg ou 56mg/kg), a idade, o peso e o sexo. RESULTADOS: As 41 crianças que participaram do estudo tomaram 50mg/kg e 23 dormiram em 30 minutos, 2 apresentaram depressão respiratória; 16 crianças tomaram reforço de 6mg/kg e 13 dormiram em mais 30 minutos. A dose total de 56mg/kg apresentou um efeito estatisticamente significante na indução do sono (p Resumo em inglês Chloral Hydrate (CH) is a sedative and hypnotic drug used in pediatric procedures owing to the low depressive effect it has on the respiratory and cardiac systems. AIM: To assess the efficacy of the drug in performing ABR and to systematize its use. MATERIALS AND METHODS: A prospective cross-sectional study with 41 children without history of heart or lung disease. The initial dose of CH at 10% was 50mg/Kg, with a boost dose of 6mg/Kg administered 30 minutes later in case (mais) s in which there was no sedation. Drug effectiveness was established by sleep induction by 1 hour after the administration of the initial dose. Sleep occurrence was correlated with doses (50mg or 56mg/Kg), age, weight and gender. RESULTS: All the 41 children who participated in the study took 50mg/kgof the agent and 23 of them slept within 30 minutes, 2 had respiratory complications, 16 had the 6mg/Kg boost dose and 13 fell asleep after 30 minutes. The 56 mg/kg dose presented a statistically significant effect on sleep induction (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

93

Diretrizes brasileiras para o tratamento da narcolepsia/ Brazilian guidelines for the treatment of narcolepsy

Alóe, Flávio; Alves, Rosana Cardoso; Araújo, John F.; Azevedo, Alexandre; Bacelar, Andrea; Bezerra, Márcio; Bittencourt, Lia Rita Azeredo; Bustamante, Guilherme; Cardoso, Tania Aparecida Marchiori de Oliveira; Eckeli, Alan L.; Fernandes, Regina Maria França; Goulart, Leonardo; Pradella-Hallinan, Márcia; Hasan, Rosa; Sander, Heidi Haueisen; Pinto Jr., Luciano Ribeiro; Cecília Lopes, Maria; Minhoto, Gisele Richter; Moraes, Walter; Moreira, Gustavo Antônio; Pachito, Daniela; Pedrazolli, Mário; Poyares, Dalva; Prado, Lucila; Rizzo, Geraldo; Nonato Rodrigues, R.; Roitman, Israel; Ademir Baptista, Silva; Tavares, Stella Márcia Azevedo
2010-09-01

Resumo em português Este artigo relata as conclusões da reunião de consenso da Associação Brasileira de Sono com médicos especialistas brasileiros sobre o tratamento da narcolepsia, baseado na revisão dos artigos sobre narcolepsia publicados entre 1980 e 2010. Os objetivos do consenso são valorizar o uso de agentes avaliados em estudos randomizados placebo-controlados, emitir recomendações de consenso para o uso de outras medicações e informar pontos importantes a respeito da segu (mais) rança e efeitos adversos das medicações. O tratamento da narcolepsia é baseado em diversas classes de agentes, estimulantes para sonolência excessiva, agentes antidepressivos para cataplexia e hipnóticos para sono noturno fragmentado. Medidas comportamentais são igualmente importantes e recomendadas universalmente. Todos os ensaios clínicos terapêuticos foram classificados de acordo com o nível de qualidade da evidência. Recomendações terapêuticas individualizadas para cada tipo de sintoma e recomendações gerais foram formuladas pelos autores. Modafinila é indicada como a primeira escolha para o tratamento da sonolência diurna. Agentes de segunda escolha para o tratamento da sonolência excessiva são metilfenidato de liberação lenta seguido pelo mazindol. Reboxetina, clomipramina, venlafaxina, desvenlafaxina e os inibidores seletivos de recaptação de serotonina em doses altas são a primeira escolha para o tratamento da cataplexia. Hipnóticos são utilizados para o tratamento do sono noturno fragmentado. Antidepressivos e hipnóticos são igualmente utilizados para o tratamento das alucinações hipnagógicas e paralisia do sono. Resumo em inglês This manuscript contains the conclusion of the consensus meeting of the Brazilian Sleep Association with Brazilian sleep specialists on the treatment of narcolepsy based on the review of medical literature from 1980 to 2010. The manuscript objectives were to reinforce the use of agents evaluated in randomized placebo-controlled trials and to issue consensus opinions on the use of other available medications as well as to inform about safety and adverse effects of these me (mais) dications. Management of narcolepsy relies on several classes of drugs, namely, stimulants for excessive sleepiness, antidepressants for cataplexy and hypnotics for disturbed nocturnal sleep. Behavioral measures are likewise valuable and universally recommended. All therapeutic trials were analyzed according to their class of evidence. Recommendations concerning the treatment of each single symptom of narcolepsy as well as general recommendations were made. Modafinil is the first-line pharmacological treatment of excessive sleepiness. Second-line choices for the treatment of excessive sleepiness are slow-release metylphenidate followed by mazindol. The first-line treatments of cataplexy are the antidepressants, reboxetine, clomipramine, venlafaxine, desvenlafaxine or high doses of selective serotonin reuptake inibitors antidepressants. As for disturbed nocturnal sleep the best option is still hypnotics. Antidepressants and hypnotics are used to treat hypnagogic hallucinations and sleep paralysis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

94

Respiração oral na criança: repercussões diferentes de acordo com o diagnóstico/ Mouth breathing in children: different repercussions according to the diagnosis

Di Francesco, Renata C.; Passerotii, Gustavo; Paulucci, Bruno; Miniti, Aroldo
2004-10-01

Resumo em português A respiração oral é um sintoma freqüente na infância. A síndrome do respirador oral caracteriza-se por cansaço freqüente, sonolência diurna, adinamia, baixo apetite, enurese noturna e até déficit de aprendizado e atenção. Entretanto este sintoma apresenta diversas causas. Faz-se necessário, portanto, esclarecer detalhes sobre estes aspectos clínicos de acordo com suas causas. OBJETIVO: Comparar os achados de sonolência diurna, cefaléia, agitação noturna (mais) , enurese, problemas escolares e bruxismo em indivíduos com respiração oral; de acordo com os seguintes diagnósticos: rinite alérgica, hiperplasia adenoideana, hiperplasia adenoamigdaliana. FORMA DE ESTUDO: Estudo de coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Estudo prospectivo com 142 pacientes de 2 a 16 anos, classificados em três grupos: rinite alérgica, hiperplasia adenoideana isolada e hiperplasia adenoamigdaliana. Os responsáveis dos pacientes responderam a questionário padronizado sobre os sintomas noturnos para caracterização da presença de apnéia do sono e sobre os aspectos estudados: cefaléia matinal, desempenho escolar e atenção, sonolência diurna, agitação noturna, enurese, bruxismo. RESULTADOS: A respiração oral é mais freqüente em meninos. Crianças com hiperplasia adenoamigdaliana são mais jovens. Este grupo apresenta maior freqüência de roncos e apnéia do sono, assim como mau desempenho escolar, bruxismo, enurese e agitação noturna, sendo estes sintomas relacionados com a apnéia, diferenciando-se do grupo com rinite alérgica. Não se observou sonolência diurna e cefaléia matinal significante nos grupos estudados. CONCLUSÃO: Bruxismo, enurese, agitação noturna e cefaléia estão relacionados com a apnéia do sono, sendo mais freqüente na hiperplasia adenoamigdaliana. Assim, a investigação de apnéia do sono na criança com respiração oral é fundamental e assim como a determinação da causa da respiração oral. Resumo em inglês Mouth breathing is very common in children. Mouthbreathing syndrome is characterized by tiredness, daytime sleepiness, failure to thrive, restless sleep, nocturnal enuresis and poor school performance. However, this symptom has several causes and it is necessary to elucidate more details about this entity. AIM: Compare the findings of daytime sleepiness, headache, nocturnal enuresis, poor school performance and attention deficit and bruxism in subjects that present mouth (mais) breathing according to the following diagnosis: allergic rhinitis, adenoidal hyperplasia and adenotonsillar hyperplasia. STUDY DESIGN: Transversal cohort study. MATERIAL AND METHOD: This is a prospective study of 142 patients from 2 to 16 years old. After ENT evaluation, patients were classified in 3 groups according to the following diagnosis: allergic rhinitis, adenoidal hyperplasia, adenotonsillar hyperplasia. Parents and caregivers answered a questionnaire about night symptoms in order to describe the presence of sleep apnea and specific questions about: morning headaches, school performance and attention deficit, daytime sleepiness, restless sleep, nocturnal enuresis and bruxism. RESULTS: Mouth breathing is common in boys. Children with adenotonsillar hyperplasia are younger and present more snoring and sleep apnea. They present also poor school performance, bruxism, nocturnal enuresis and restless sleep, which are correlated to sleep apnea, differing from the allergic rhinitis group. Significant findings of daytime sleepiness and morning headaches were not found. CONCLUSION: Bruxism, enuresis, restless sleep and poor school performance are related to sleep apnea and more frequent in subjects with adenotonsillar hyperplasia. The investigation of sleep apnea in children with mouth breathing is mandatory, as well as the determination of its cause.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

95

Redução da prevalência de apneia central em pacientes com insuficiência cardíaca sob uso de betabloqueador/ Reduction of central sleep apnea in heart failure patients with beta-blockers therapy/ Reducción de la prevalencia de apnea central en pacientes con insuficiencia cardiaca bajo uso de betabloqueante

Silva, Christiano Pereira; Lorenzi-Filho, Geraldo; Marcondes, Bianca; Osmundo Junior, Gilmar; Mangini, Sandrigo; Freitas Junior, Aguinaldo Figueiredo; Pires, Phillipe Vieira; Bocchi, Edimar Alcides; Bacal, Fernando
2010-02-01

Resumo em português FUNDAMENTO: As apneias do sono são doenças frequentes em portadores de insuficiência cardíaca (IC). Estimativas da era pré-betabloqueador (BB) apontam para uma prevalência de 45% de apneias centrais nestes pacientes. OBJETIVO: Avaliar a influência dos BB na prevalência das apneias centrais e sua interferência na qualidade do sono e de vida de portadores de IC. MÉTODOS: 65 pacientes portadores de IC foram submetidos a polissonografia diagnóstica.Os resultados da (mais) polissonografia foram avaliados de acordo com o uso ou não de BB. No dia do exame os pacientes responderam ao questionário de Minessota para qualidade de vida com IC. Após 6 e 12 meses da data da polissonografia, houve contato telefônico com todos os pacientes, para a repetição do questionário de Minessota. RESULTADOS: A prevalência de apneia do sono (IAH > 15/h) foi de 46,1% na população total, porém a apneia central foi identificada em apenas 18,4% dos pacientes. O uso de BB, em análise multivariada, foi o único preditor de ocorrência de menor índice de apneia e hipopneia (IAH) central (p=0,002), maior saturação (p=0,02) e menor dessaturação média de oxigênio (p=0,03). Além disso, o uso de BB foi preditor de melhor qualidade de vida após 6 e 12 meses (p=0,002 e 0,001 respectivamente) e de menor número de hospitalizações nestes períodos (p=0,001 e p=0,05 respectivamente). CONCLUSÃO: O uso de BB reduziu a incidência de apneia central na população total, se compararmos com os dados da literatura. Além disto, os BB melhoraram parâmetros da qualidade do sono e de vida de portadores de IC. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: Las apneas del sueño son enfermedades frecuentes en portadores de insuficiencia cardiaca (IC). Una estimación de la era pre betabloqueante (BB) señala hacia una prevalencia del 45% de apneas centrales en estos pacientes. OBJETIVO: Evaluar la influencia de los BB en la prevalencia de las apneas centrales y su interferencia en la calidad del sueño y de vida de portadores de IC. MÉTODOS: 65 pacientes portadores de IC fueron sometidos a polisonografía diagn� (mais) �stica. Los resultados de la polisonografía se evaluaron según el empleo o no de BB. El día del examen, los pacientes contestaron el cuestionario de Minnesota para la calidad de vida con IC. Tras 6 y 12 meses de la fecha de la polisonografía, hubo contacto telefónico con todos los pacientes, para la repetición del cuestionario de Minnesota. RESULTADOS: La prevalencia de apnea del sueño (IAH > 15/h) fue de un 46,1% en la población total, además de la apnea central se identificó en solamente un 18,4% de los pacientes. El empleo de BB, en análisis multivariado, fue el único predictor de ocurrencia de menor índice de apnea e hipopnea (IAH) central (p=0,002), mayor saturación (p=0,02) y menor desaturación promedio de oxígeno (p=0,03). Además de ello, el empleo de BB fue predictor de mejor calidad de vida tras 6 y 12 meses (p=0,002 y 0,001 respectivamente) y de menor número de hospitalizaciones en estos períodos (p=0,001 y p=0,05 respectivamente). CONCLUSIÓN: El empleo de BB reduzco la incidencia de apnea central en la población total, si lo comparamos con los datos de la literatura. Además de esto, los BB mejoran parámetros de la calidad del sueño y de vida de portadores de IC. Resumo em inglês BACKGROUND: Sleep apneas are frequent in patients with heart failure (HF). Estimate of the pre-beta blocker age (BB) point out to 45% of central apneas in these patients. OBJECTIVE: Assess the influence of BB in central apneas and their interference in the quality of sleep and life of patients with heart failure. METHODS: 65 patients with heart failure underwent diagnostic polysomnography. Polysomnography have been assessed according to the use or not of BB. On the day of (mais) examination, the patients answered the Minessota questionnaire for quality of life with HF. After 6 and 12 months from the polysomnography date, all patients were contacted by phone, in order to repeat the Minessota questionnaire. RESULTS: The prevalence of sleep apnea (IAH > 15/h) hit 46.1% in the total population, however, central sleep apnea was identified in 18.4% of patients. The use of BB, in a multivariate analysis, was the only predictor of a minor index of central apnea and hypopnea (IAH) (p=0.002), greater saturation (p=0.02) and smaller average desaturation of oxygen (p=0.03). Additionally, the use of BB could predict a better quality of life after 6 and 12 months (p=0.002 and 0.001 respectively) and a smaller number admissions in these periods (p=0.001 and p=0.05 respectively). CONCLUSION: The use BB reduced the rate of central sleep apnea in total population, if we compare to literature data. Additionally, the BB improved parameters of quality of sleep and life of patients with heart failure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

96

Snoring in Portuguese primary school children

Ferreira, AM; Clemente, V; Gozal, D; Gomes, A; Pissarra, C; César, H; Coelho, I; Silva, CF; Azevedo, MH

OBJECTIVE: To determine the prevalence of snoring and its potential associations with sleep problems, such as daytime symptoms, medical conditions, school performance, and behavioral disturbances in Portuguese children attending primary school. METHODS: A previously validated questionnaire was sent ...

DRIVER (Portuguese)

97

Ronco habitual e apnéia obstrutiva observada em adultos: estudo de base populacional, Pelotas, RS/ Habitual snoring and obstructive sleep apnea in adults: population-based study in Southern Brazil

Noal, Ricardo B; Menezes, Ana M B; Canani, Simone F; Siqueira, Fernando V
2008-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência de ronco habitual e apnéia obstrutiva observada e fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra representativa de 3.136 adultos, com 20 anos ou mais, residentes em Pelotas, Rio Grande do Sul, em 2005. Informações sobre os desfechos e variáveis demográficas, socioeconômicas, comportamentais e antropométricas foram coletadas por meio de questionário. A análise estatística bruta e ajustada foi realizada utilizando-se (mais) teste exato de Fisher ou qui-quadrado de tendência linear e regressão de Poisson, respectivamente. RESULTADOS: A prevalência encontrada de ronco habitual foi de 50,5% (IC 95%: 48,1;52,8) e de apnéia obstrutiva de 9,9% (IC 95%: 8,7;11,2). Na análise ajustada, o relato de ronco foi maior nos homens (Razão de Prevalências - RP=1,25; IC 95%: 1,16;1,34), nos idosos (RP=1,62; IC 95%: 1,46;1,80), nos tabagistas (RP=1,15; IC 95%: 1,07;1,25), nos alcoolistas (RP=1,17; IC 95%: 1,03;1,31) e nos obesos (RP 1,71, IC95% 1,55;1,88). O relato de apnéia obstrutiva foi maior nos homens (RP=2,05; IC 95%: 1,67;2,52), nos idosos (RP=2,23; IC 95%: 1,64;3,03), nos tabagistas (RP=1,60; IC 95%: 1,25;2,05) e nos obesos (RP=2,61; IC 95%: 1,97;3,47). CONCLUSÕES: Ronco habitual e apnéia obstrutiva foram sintomas comuns na população estudada. Fatores de risco conhecidos como sexo masculino e idade entre quarta e quinta décadas de vida não são modificáveis. Entretanto, tabagismo, alcoolismo e obesidade também associados aos desfechos, devem ser identificados e tratados na população geral. Resumo em inglês OBJECTIVE: To estimate the prevalence of habitual snoring and obstructive sleep apnea and their factors associated. METHODS: Cross-sectional study with a representative sample comprising 3,136 adults (>20 years) living in the city of Pelotas, Southern Brazil, in 2005. A questionnaire was used to collect information on demographic, socioeconomic, behavioral and anthropometric variables and outcomes. Crude and adjusted statistical analysis using Fisher exact test and chi-sq (mais) uare test for linear trend and a multivariate analysis through Poisson regression model were carried out, respectively. RESULTS: The prevalence of habitual snoring was 50.5% (95% CI: 48.1;52.8) and obstructive sleep apnea was 9.9% (95% CI: 8.7;11.2). After adjustment, the risk of habitual snoring was greater in males (prevalence ratio [PR]=1.25, 95% CI: 1.16;1.34), elderly people (PR=1.62, 95% CI: 1.46;1.80), current smokers (PR=1.15, 95% CI: 1.07;1.25), alcohol users (PR=1.17, 95% CI: 1.03;1.31) and obese people (PR=1.71, 95% CI: 1.55;1.88). The risk of obstructive sleep apnea was greater in males (PR=2.05, 95% CI: 1.67;2.52), elderly people (PR=2.23, 95% CI: 1.64;3.03), current smokers (PR=1.60, 95% CI: 1.25;2.05) and obese people (PR=2.61, 95% CI: 1.97;3.47). CONCLUSIONS: In the studied population, habitual snoring and obstructive sleep apnea were common symptoms. Well-known risk factors such as male gender and age between 40 and 60 years are not modifiable. However, smoking, alcohol use and obesity need to be identified and treated in general population.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

98

Ronco habitual e apnéia obstrutiva observada em adultos: estudo de base populacional, Pelotas, RS/ Habitual snoring and obstructive sleep apnea in adults: population-based study in Southern Brazil

Noal, Ricardo B; Menezes, Ana M B; Canani, Simone F; Siqueira, Fernando V
2008-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência de ronco habitual e apnéia obstrutiva observada e fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra representativa de 3.136 adultos, com 20 anos ou mais, residentes em Pelotas, Rio Grande do Sul, em 2005. Informações sobre os desfechos e variáveis demográficas, socioeconômicas, comportamentais e antropométricas foram coletadas por meio de questionário. A análise estatística bruta e ajustada foi realizada utilizando-se (mais) teste exato de Fisher ou qui-quadrado de tendência linear e regressão de Poisson, respectivamente. RESULTADOS: A prevalência encontrada de ronco habitual foi de 50,5% (IC 95%: 48,1;52,8) e de apnéia obstrutiva de 9,9% (IC 95%: 8,7;11,2). Na análise ajustada, o relato de ronco foi maior nos homens (Razão de Prevalências - RP=1,25; IC 95%: 1,16;1,34), nos idosos (RP=1,62; IC 95%: 1,46;1,80), nos tabagistas (RP=1,15; IC 95%: 1,07;1,25), nos alcoolistas (RP=1,17; IC 95%: 1,03;1,31) e nos obesos (RP 1,71, IC95% 1,55;1,88). O relato de apnéia obstrutiva foi maior nos homens (RP=2,05; IC 95%: 1,67;2,52), nos idosos (RP=2,23; IC 95%: 1,64;3,03), nos tabagistas (RP=1,60; IC 95%: 1,25;2,05) e nos obesos (RP=2,61; IC 95%: 1,97;3,47). CONCLUSÕES: Ronco habitual e apnéia obstrutiva foram sintomas comuns na população estudada. Fatores de risco conhecidos como sexo masculino e idade entre quarta e quinta décadas de vida não são modificáveis. Entretanto, tabagismo, alcoolismo e obesidade também associados aos desfechos, devem ser identificados e tratados na população geral. Resumo em inglês OBJECTIVE: To estimate the prevalence of habitual snoring and obstructive sleep apnea and their factors associated. METHODS: Cross-sectional study with a representative sample comprising 3,136 adults (>20 years) living in the city of Pelotas, Southern Brazil, in 2005. A questionnaire was used to collect information on demographic, socioeconomic, behavioral and anthropometric variables and outcomes. Crude and adjusted statistical analysis using Fisher exact test and chi-sq (mais) uare test for linear trend and a multivariate analysis through Poisson regression model were carried out, respectively. RESULTS: The prevalence of habitual snoring was 50.5% (95% CI: 48.1;52.8) and obstructive sleep apnea was 9.9% (95% CI: 8.7;11.2). After adjustment, the risk of habitual snoring was greater in males (prevalence ratio [PR]=1.25, 95% CI: 1.16;1.34), elderly people (PR=1.62, 95% CI: 1.46;1.80), current smokers (PR=1.15, 95% CI: 1.07;1.25), alcohol users (PR=1.17, 95% CI: 1.03;1.31) and obese people (PR=1.71, 95% CI: 1.55;1.88). The risk of obstructive sleep apnea was greater in males (PR=2.05, 95% CI: 1.67;2.52), elderly people (PR=2.23, 95% CI: 1.64;3.03), current smokers (PR=1.60, 95% CI: 1.25;2.05) and obese people (PR=2.61, 95% CI: 1.97;3.47). CONCLUSIONS: In the studied population, habitual snoring and obstructive sleep apnea were common symptoms. Well-known risk factors such as male gender and age between 40 and 60 years are not modifiable. However, smoking, alcohol use and obesity need to be identified and treated in general population.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

99

Moléculas que marcam o tempo: implicações para os fenótipos circadianos/ Timekeeping molecules: implications for circadian phenotypes

Pereira, Danyella Silva; Tufik, Sergio; Pedrazzoli, Mario
2009-03-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisar resumidamente a literatura dos últimos 36 anos de pesquisa em cronobiologia molecular a fim de informar aos profissionais de saúde os avanços obtidos nesta área e os potenciais para aplicação na clínica médica. MÉTODO: Buscas na literatura foram realizadas utilizando as bases de dados PubMed e Scopus usando como palavras-chave "clock genes, circadian rhythms, diurnal preference, delayed sleep phase syndrome, advanced sleep phase syndrome, photop (mais) eriod and mood disorder". DISCUSSÃO: Atualmente, o mecanismo molecular da regulação da ritmicidade circadiana é compreendido em grande detalhe. Muitos estudos publicados mostram associações de polimorfismos nos genes relógio com transtornos do ritmo circadiano e com transtornos do humor. CONCLUSÕES: De maneira geral, o progresso obtido na área de cronobiologia molecular traz um melhor entendimento da regulação do sistema de temporização biológico. O desenvolvimento de estudos nesta área tem o potencial de ser aplicável ao tratamento dos transtornos dos ritmos circadianos e certos transtornos do humor, além de prevenir riscos à saúde causados por viagens intercontinentais (Jet Lag) e por trabalhos noturnos e por turnos. Resumo em inglês OBJECTIVE: The aim of this study was to review the molecular chronobiology studies in the last 36 years in order Eto point out the advances in this area to health professionals. METHOD: We searched in the PubMed and Scopus data banks for articles related with human molecular chronobiology. The keywords used were "clock genes, circadian rhythms, diurnal preference, delayed sleep phase syndrome, advanced sleep phase syndrome, photoperiod and mood disorder". DISCUSSION: The (mais) knowledge about molecular mechanism of circadian rhythms increased a lot in the last years and now we are able to better understand the details of molecular processes involved in circadian and sleep regulation. Studies show that polymorphisms in clock genes are associated with sleep and mood disorders. These studies will be helpful to further elucidate the regulation of molecular mechanisms of circadian rhythms. CONCLUSIONS: The development of these studies in molecular chronobiology can be helpful to treat circadian and mood disorders and to prevent health risks caused by intercontinental flights (Jet Lag), nocturnal or shift work schedule.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

100

História clínica e exame físico em SAOS: clinical history and physical examination/ Obstructive sleep apnea syndrome

Guimarães, Gleison Marinho
2010-06-01

Resumo em português Embora SAOS seja uma patologia comum, é frequentemente subdiagnosticada. Seus sinais e sintomas são, na sua maioria, subjetivos e, portanto, deve haver suspeição diagnóstica quando existir roncos, sonolência diurna, cansaço, desânimo e alteração de humor. Escalas e tabelas com boa sensibilidade, que incluem os sintomas clínicos mais relevantes e dados do exame físico, podem indicar o diagnóstico de SAOS. A confirmação diagnóstica é realizada através de polissonografia, considerada o método padrão ouro. Resumo em inglês Although obstructive sleep apnea syndrome is a common disease, it often goes undiagnosed. The signs and symptoms of the syndrome are mostly subjective. Therefore, snoring, daytime sleepiness, fatigue, dejection and mood changes should raise the suspicion of obstructive sleep apnea syndrome. Scales and tables that have good sensitivity and include the most relevant clinical symptoms and physical examination results can suggest a diagnosis of obstructive sleep apnea syndrome. The diagnosis is confirmed by polysomnography, which is considered the gold standard method.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)