Sample records for slater method
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 9 shown.



1

Índice de Qualidade da Dieta: avaliação da adaptação e aplicabilidade/ Healthy Eating Index: evaluation of adapted version and its applicability

Fisberg, Regina Mara; Slater, Betzabeth; Barros, Rodrigo Ribeiro; Lima, Fernão Dias de; Cesar, Chester Luiz Galvão; Carandina, Luana; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; Goldbaum, Moisés
2004-09-01

Resumo em português OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi adaptar e aplicar o Healthy Eating Index norte-americano para avaliar a qualidade da dieta de indivíduos (n=50) moradores em Botucatu, São Paulo, Brasil. MÉTODO: O consumo alimentar foi medido por meio do método Recordatório 24 horas e, para avaliação, foi utilizado o Índice de Qualidade da Dieta adaptado. O índice foi obtido por uma pontuação distribuída em dez componentes que caracterizam diferentes aspectos de uma dieta (mais) saudável. RESULTADOS: O valor médio do Índice de Qualidade da Dieta foi de 51,5, com 12% dos indivíduos apresentando dieta "saudável"; 74%, em dietas "necessitando modificações" e 14%, em dieta "inadequada". A análise do coeficiente de correlação entre os escores do Índice de Qualidade da Dieta apresentou associação inversa estatisticamente significante (p Resumo em inglês OBJECTIVE: This study was to adapt and to applied the U.S.A.'s Healthy Eating Index to evaluate the diet quality of individuals (n=50) residing in Botucatu, São Paulo, Brazil. METHODS: The food intake was measured by the 24-hour dietary recall method, and evaluated by an adapted Healthy Eating Index. The index was obtained by a score of the distribution of the ten components of the considered healthy diet. RESULTS: The mean Healthy Eating Index was 51,5; it was found tha (mais) t 12 percent of individuals had "good" diets; 74 percent, had diets that "needed improvement"; and 14 percent, had "poor" diets. There were a negative and significant correlation (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Aplicação de regressão linear para correção de dados dietéticos/ Use of linear regression for correction of dietary data

Slater, Betzabeth; Marchioni, Dirce Maria Lobo; Voci, Silvia Maria
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Estratégias metodológicas vêm sendo desenvolvidas para minimizar o efeito do erro de medida da dieta. O objetivo do estudo foi descrever a aplicação de uma estratégia para correção da informação dietética pelo erro de medida. MÉTODOS: Foram obtidos dados de consumo alimentar pela aplicação do Questionário de Freqüência Alimentar a 79 adolescentes do Município de São Paulo em 1999. Os dados dietéticos obtidos foram corrigidos por meio de regre (mais) ssão linear, após o ajuste pela energia usando-se o método dos resíduos. O método de referência utilizado foi o recordatório de 24 horas, aplicado em três momentos distintos. RESULTADOS: Os valores corrigidos aproximaram-se dos valores de referência. O fator de correção lambda foi de 0,89 para energia. Para os macronutrientes, os fatores foram de 0,41; 0,22 e 0,20, para carboidratos, lipídios e proteínas, respectivamente. CONCLUSÕES: As médias e desvios-padrão dos valores corrigidos denotam que houve uma correção do erro de medida. Apesar disso, debate-se o desempenho desses métodos, que são notoriamente imperfeitos quando seus pressupostos teóricos não são atendidos, o que é comum nos estudos da dieta que usam instrumentos de medida baseados no relato dos indivíduos. Resumo em inglês OBJECTIVE: Methodological approaches have been developed to minimize effects of measurement error in dietary intake data. The objective of the study was to apply a strategy to correct intake data according to measurement error. METHODS: Intake data were obtained by applying the Food Frequency Questionnaire in 79 adolescents of São Paulo city, Brazil. Correction of dietary intake data was performed by linear regression, after energy adjustment by the residual method. The (mais) reference method used was 24-hour dietary recall and it was applied three times. RESULTS: Corrected values were similar to reference values. Correction factor ? was 0.89 to energy. For macronutrients, factors were 0.41, carbohydrate 0.22, and lipid and protein 0.20. CONCLUSIONS: Mean and standard deviation of corrected values show a correction for the measurement error. The performance of these methods, that are imperfect, is questioned when the assumptions are not proved which is common in intake studies of measures based on the reports of individuals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Aplicação de regressão linear para correção de dados dietéticos/ Use of linear regression for correction of dietary data

Slater, Betzabeth; Marchioni, Dirce Maria Lobo; Voci, Silvia Maria
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Estratégias metodológicas vêm sendo desenvolvidas para minimizar o efeito do erro de medida da dieta. O objetivo do estudo foi descrever a aplicação de uma estratégia para correção da informação dietética pelo erro de medida. MÉTODOS: Foram obtidos dados de consumo alimentar pela aplicação do Questionário de Freqüência Alimentar a 79 adolescentes do Município de São Paulo em 1999. Os dados dietéticos obtidos foram corrigidos por meio de regre (mais) ssão linear, após o ajuste pela energia usando-se o método dos resíduos. O método de referência utilizado foi o recordatório de 24 horas, aplicado em três momentos distintos. RESULTADOS: Os valores corrigidos aproximaram-se dos valores de referência. O fator de correção lambda foi de 0,89 para energia. Para os macronutrientes, os fatores foram de 0,41; 0,22 e 0,20, para carboidratos, lipídios e proteínas, respectivamente. CONCLUSÕES: As médias e desvios-padrão dos valores corrigidos denotam que houve uma correção do erro de medida. Apesar disso, debate-se o desempenho desses métodos, que são notoriamente imperfeitos quando seus pressupostos teóricos não são atendidos, o que é comum nos estudos da dieta que usam instrumentos de medida baseados no relato dos indivíduos. Resumo em inglês OBJECTIVE: Methodological approaches have been developed to minimize effects of measurement error in dietary intake data. The objective of the study was to apply a strategy to correct intake data according to measurement error. METHODS: Intake data were obtained by applying the Food Frequency Questionnaire in 79 adolescents of São Paulo city, Brazil. Correction of dietary intake data was performed by linear regression, after energy adjustment by the residual method. The (mais) reference method used was 24-hour dietary recall and it was applied three times. RESULTS: Corrected values were similar to reference values. Correction factor ? was 0.89 to energy. For macronutrients, factors were 0.41, carbohydrate 0.22, and lipid and protein 0.20. CONCLUSIONS: Mean and standard deviation of corrected values show a correction for the measurement error. The performance of these methods, that are imperfect, is questioned when the assumptions are not proved which is common in intake studies of measures based on the reports of individuals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Validação de Questionários de Freqüência Alimentar - QFA: considerações metodológicas/ Validation of Food Frequency Questionnaires - FFQ: methodological considerations

Slater, Betzabeth; Philippi, Sonia Tucunduva; Marchioni, Dirce M. L.; Fisberg, Regina Mara
2003-09-01

Resumo em português O Questionário de Freqüência Alimentar (QFA) tornou-se o método dominante nos estudos epidemiológicos para avaliação do consumo dietético, em especial para avaliar a relação da dieta com a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. O QFA é um instrumento que tem como objetivo a avaliação da dieta habitual de grupos populacionais e apresenta como vantagens a rapidez na aplicação e a eficiência na prática epidemiológica para identificar o cons (mais) umo habitual de alimentos, além do baixo custo. Comparado a outros instrumentos, substitui a medição da ingestão alimentar de um ou vários dias pela informação global da ingestão de um período amplo de tempo. Constitui ferramenta útil nos estudos sempre que seu desenvolvimento tenha sido precedido por procedimentos metodológicos cuidadosamente planejados que garantirão confiabilidade e precisão dos dados. Para tanto, são necessários estudos de validação que permitam estimar os erros de medição próprios do método. Sem o reconhecimento destes erros, a relação dieta-doença poderá estar prejudicada. Este artigo pretende abordar de forma sistemática considerações metodológicas para a realização de estudos de validação de QFA. Resumo em inglês The Food Frequency Questionnaire (FFQ) has become the dominant method for assessing dietary intakes in epidemiological studies, especially to evaluate the relationship of diet with the occurrence of non-transmissible chronic diseases. The FFQ is a tool designed to evaluate the usual diet of a population and has the advantages of being easy and quick to apply and efficient in the epidemiological practice of identifying usual food consumption, in addition to its low cost. C (mais) ompared to other tools, it replaces the measurement of one or several days of food intake with overall information on the intake over a more extended period of time. It becomes a useful tool in studies, when its use is preceded by carefully planned methodological procedures, to ensure the reliability and accuracy of the data. For such purpose, validation studies are required to estimate measuring errors related to the method. If these errors are not known, the true effect of a diet-disease relationship may be jeopardized. This article is a systematic approach to methodological considerations for FFQ validation studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Validação de Questionários de Freqüência Alimentar - QFA: considerações metodológicas/ Validation of Food Frequency Questionnaires - FFQ: methodological considerations

Slater, Betzabeth; Philippi, Sonia Tucunduva; Marchioni, Dirce M. L.; Fisberg, Regina Mara
2003-09-01

Resumo em português O Questionário de Freqüência Alimentar (QFA) tornou-se o método dominante nos estudos epidemiológicos para avaliação do consumo dietético, em especial para avaliar a relação da dieta com a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. O QFA é um instrumento que tem como objetivo a avaliação da dieta habitual de grupos populacionais e apresenta como vantagens a rapidez na aplicação e a eficiência na prática epidemiológica para identificar o cons (mais) umo habitual de alimentos, além do baixo custo. Comparado a outros instrumentos, substitui a medição da ingestão alimentar de um ou vários dias pela informação global da ingestão de um período amplo de tempo. Constitui ferramenta útil nos estudos sempre que seu desenvolvimento tenha sido precedido por procedimentos metodológicos cuidadosamente planejados que garantirão confiabilidade e precisão dos dados. Para tanto, são necessários estudos de validação que permitam estimar os erros de medição próprios do método. Sem o reconhecimento destes erros, a relação dieta-doença poderá estar prejudicada. Este artigo pretende abordar de forma sistemática considerações metodológicas para a realização de estudos de validação de QFA. Resumo em inglês The Food Frequency Questionnaire (FFQ) has become the dominant method for assessing dietary intakes in epidemiological studies, especially to evaluate the relationship of diet with the occurrence of non-transmissible chronic diseases. The FFQ is a tool designed to evaluate the usual diet of a population and has the advantages of being easy and quick to apply and efficient in the epidemiological practice of identifying usual food consumption, in addition to its low cost. C (mais) ompared to other tools, it replaces the measurement of one or several days of food intake with overall information on the intake over a more extended period of time. It becomes a useful tool in studies, when its use is preceded by carefully planned methodological procedures, to ensure the reliability and accuracy of the data. For such purpose, validation studies are required to estimate measuring errors related to the method. If these errors are not known, the true effect of a diet-disease relationship may be jeopardized. This article is a systematic approach to methodological considerations for FFQ validation studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Estimando a prevalência da ingestão inadequada de nutrientes/ Estimating prevalence of inadequate nutrient intake

Slater, Betzabeth; Marchioni, Dirce Lobo; Fisberg, Regina Mara
2004-08-01

Resumo em português Na avaliação das dietas em um grupo de indivíduos, com freqüência é de interesse conhecer a proporção que apresenta ingestão acima ou abaixo de um determinado critério. Discute-se uma nova metodologia para estimar a prevalência de inadequação do consumo de nutrientes utilizando como valores de referência as DRIS - dietary reference intakes. Foram abordados os aspectos sobre a utilização de inquéritos alimentares baseados em métodos que permitam uma estim (mais) ativa quantitativa a mais acurada possível, sendo necessárias medidas repetidas, em dias não consecutivos. O consumo alimentar é ajustado pelas variâncias intra e interpessoal, obtendo-se uma distribuição corrigida por esses valores. A partir da construção da curva de distribuição utilizando-se os parâmetros corrigidos estimados (média e desvio-padrão), pode-se utilizar o método EAR (estimate average requirement) como ponto de corte para verificar a proporção de indivíduos cuja ingestão do nutriente está inadequada. Esse número corresponde à área da curva abaixo desse valor de referência. Concluiu-se que essa nova abordagem minimiza o erro do cálculo da prevalência de inadequação de nutrientes, pois considera as características aleatórias da dieta. Resumo em inglês In assessing food intake patterns in groups of individuals, it is usually important to know how many of these individuals present nutrient intakes above or below a determined criterion. This information is relevant for planning healthcare actions, both in monitoring and in assessing such interventions, and also for the purposes of regulating commercial activities. This paper discusses a new methodology for estimating the prevalence of inadequate nutrient intake, with the (mais) Dietary Reference Intakes as the reference values. The utilization of diet surveys that allow the most accurate quantitative estimate possible is dealt with. These should use repeated measurements of food intake, on non-consecutive days. The food intake should be adjusted for between-person and within-person variance, so as to obtain a corrected distribution for the nutrient intake values. After constructing this distribution curve based on the corrected estimated parameters (average and standard deviation), the EAR method (Estimated Average Requirement) can be used as a cutoff point for verifying the proportion of individuals that has inadequate nutrient intake. This corresponds to the area of the curve below this reference value. It is concluded that this new approach minimizes the error in the calculation of the prevalence of inadequate nutrient intake, since it takes into consideration the random characteristics of the diet.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Estimando a prevalência da ingestão inadequada de nutrientes/ Estimating prevalence of inadequate nutrient intake

Slater, Betzabeth; Marchioni, Dirce Lobo; Fisberg, Regina Mara
2004-08-01

Resumo em português Na avaliação das dietas em um grupo de indivíduos, com freqüência é de interesse conhecer a proporção que apresenta ingestão acima ou abaixo de um determinado critério. Discute-se uma nova metodologia para estimar a prevalência de inadequação do consumo de nutrientes utilizando como valores de referência as DRIS - dietary reference intakes. Foram abordados os aspectos sobre a utilização de inquéritos alimentares baseados em métodos que permitam uma estim (mais) ativa quantitativa a mais acurada possível, sendo necessárias medidas repetidas, em dias não consecutivos. O consumo alimentar é ajustado pelas variâncias intra e interpessoal, obtendo-se uma distribuição corrigida por esses valores. A partir da construção da curva de distribuição utilizando-se os parâmetros corrigidos estimados (média e desvio-padrão), pode-se utilizar o método EAR (estimate average requirement) como ponto de corte para verificar a proporção de indivíduos cuja ingestão do nutriente está inadequada. Esse número corresponde à área da curva abaixo desse valor de referência. Concluiu-se que essa nova abordagem minimiza o erro do cálculo da prevalência de inadequação de nutrientes, pois considera as características aleatórias da dieta. Resumo em inglês In assessing food intake patterns in groups of individuals, it is usually important to know how many of these individuals present nutrient intakes above or below a determined criterion. This information is relevant for planning healthcare actions, both in monitoring and in assessing such interventions, and also for the purposes of regulating commercial activities. This paper discusses a new methodology for estimating the prevalence of inadequate nutrient intake, with the (mais) Dietary Reference Intakes as the reference values. The utilization of diet surveys that allow the most accurate quantitative estimate possible is dealt with. These should use repeated measurements of food intake, on non-consecutive days. The food intake should be adjusted for between-person and within-person variance, so as to obtain a corrected distribution for the nutrient intake values. After constructing this distribution curve based on the corrected estimated parameters (average and standard deviation), the EAR method (Estimated Average Requirement) can be used as a cutoff point for verifying the proportion of individuals that has inadequate nutrient intake. This corresponds to the area of the curve below this reference value. It is concluded that this new approach minimizes the error in the calculation of the prevalence of inadequate nutrient intake, since it takes into consideration the random characteristics of the diet.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Validação do Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes (QFAA) por grupos de alimentos em uma população de escolares/ Validation of a Food Frequency Questionnaire by food groups for the adolescent population

Voci, Silvia Maria; Enes, Carla Cristina; Slater, Betzabeth
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar a validade do Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes para avaliar o consumo de grupos de alimentos entre escolares de Piracicaba, São Paulo. MÉTODOS: Participaram do estudo 94 adolescentes, com idade entre 11 e 15 anos, matriculados em uma escola da rede pública. O consumo alimentar foi avaliado pelo Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes (QFAA) e a média de dois Recordatórios de 24 horas (R24h) foi utilizada (mais) como método de referência. Os itens alimentares foram classificados em 18 grupos. Foram realizadas análises descritivas, teste t-Student pareado e de Wilcoxon, coeficientes de correlação de Pearson e de Spearman. Foram também utilizadas análise de quartis e estatística Kappa ponderado. Os coeficientes de correlação foram corrigidos pela variância intrapessoal dos R24h, estimada a partir de ANOVA com um fator de classificação. RESULTADOS: Não foram verificadas diferenças significativas entre os instrumentos para o arroz, massas, carnes, refrigerantes e sucos artificiais. Os coeficientes de correlação corrigidos pela variabilidade intrapessoal variaram de -0,26 a 0,78. A concordância de classificação dos indivíduos no mesmo quartil de consumo para ambos os métodos variou de 22% (massas) a 50% (feijão). Para quartis opostos, os grupos que tiveram mais de 10% dos indivíduos classificados incorretamente foram massas (19%), carnes (13%) e gorduras (11%). Os valores de Kappa ponderado variaram de - 0,15 (massas) a 0,56 (feijão). O QFAA superestimou o consumo de quase a totalidade dos grupos alimentares e subestimou os grupos dos óleos, feijão, carnes e refrigerantes. CONCLUSÃO: O instrumento apresentou boa validade para feijão, verduras e legumes, leite e derivados, biscoitos recheados e para o arroz. Resumo em inglês OBJECTIVE: To verify the validity of the Food Frequency Questionnaire for Adolescents in order to evaluate food group consumption among adolescents from Piracicaba, São Paulo. METHODS: The study was carried out with 94 adolescents, ranging from 11 to 15 years of age, from the public education system. Food consumption was assessed by the Food Frequency Questionnaire for Adolescents (QFAA) and the average of two 24-hour recalls (R24h) was used as a reference method. The fo (mais) od items were classified into 18 groups. Descriptive analyses, paired t-test and Wilcoxon test, Pearson and Spearman coefficients were performed. Analysis of quartiles and Kappa test were used. Correlation coefficients were adjusted by the within-subject variance of the 24-hour recalls, from one-way ANOVA. RESULTS: No significant differences were found between the tools for rice, pasta, meat, soft drinks, and artificial juices. The correlation coefficients adjusted by within-subject variability ranged from -0.26 to 0.78. Agreement of individuals' classification in quartiles of food consumption for both methods ranged from 22% (pasta) to 50% (beans). For discordant quartiles, the groups that presented more than 10% of misclassified subjects were pasta (19%), meat (13%) and fats (11%). The values of the Kappa test ranged from -0.15 (pastas) to 0.56 (beans). The food frequency questionnaire over-estimated the consumption of almost all the food groups and under-estimated the groups of oils, beans, meats, and soft drinks CONCLUSION: The food frequency questionnaire revealed good validity for beans, vegetables, milk and dairy, cookies with filling, and rice.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Validação do Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes (QFAA) por grupos de alimentos em uma população de escolares/ Validation of a Food Frequency Questionnaire by food groups for the adolescent population

Voci, Silvia Maria; Enes, Carla Cristina; Slater, Betzabeth
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar a validade do Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes para avaliar o consumo de grupos de alimentos entre escolares de Piracicaba, São Paulo. MÉTODOS: Participaram do estudo 94 adolescentes, com idade entre 11 e 15 anos, matriculados em uma escola da rede pública. O consumo alimentar foi avaliado pelo Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes (QFAA) e a média de dois Recordatórios de 24 horas (R24h) foi utilizada (mais) como método de referência. Os itens alimentares foram classificados em 18 grupos. Foram realizadas análises descritivas, teste t-Student pareado e de Wilcoxon, coeficientes de correlação de Pearson e de Spearman. Foram também utilizadas análise de quartis e estatística Kappa ponderado. Os coeficientes de correlação foram corrigidos pela variância intrapessoal dos R24h, estimada a partir de ANOVA com um fator de classificação. RESULTADOS: Não foram verificadas diferenças significativas entre os instrumentos para o arroz, massas, carnes, refrigerantes e sucos artificiais. Os coeficientes de correlação corrigidos pela variabilidade intrapessoal variaram de -0,26 a 0,78. A concordância de classificação dos indivíduos no mesmo quartil de consumo para ambos os métodos variou de 22% (massas) a 50% (feijão). Para quartis opostos, os grupos que tiveram mais de 10% dos indivíduos classificados incorretamente foram massas (19%), carnes (13%) e gorduras (11%). Os valores de Kappa ponderado variaram de - 0,15 (massas) a 0,56 (feijão). O QFAA superestimou o consumo de quase a totalidade dos grupos alimentares e subestimou os grupos dos óleos, feijão, carnes e refrigerantes. CONCLUSÃO: O instrumento apresentou boa validade para feijão, verduras e legumes, leite e derivados, biscoitos recheados e para o arroz. Resumo em inglês OBJECTIVE: To verify the validity of the Food Frequency Questionnaire for Adolescents in order to evaluate food group consumption among adolescents from Piracicaba, São Paulo. METHODS: The study was carried out with 94 adolescents, ranging from 11 to 15 years of age, from the public education system. Food consumption was assessed by the Food Frequency Questionnaire for Adolescents (QFAA) and the average of two 24-hour recalls (R24h) was used as a reference method. The fo (mais) od items were classified into 18 groups. Descriptive analyses, paired t-test and Wilcoxon test, Pearson and Spearman coefficients were performed. Analysis of quartiles and Kappa test were used. Correlation coefficients were adjusted by the within-subject variance of the 24-hour recalls, from one-way ANOVA. RESULTS: No significant differences were found between the tools for rice, pasta, meat, soft drinks, and artificial juices. The correlation coefficients adjusted by within-subject variability ranged from -0.26 to 0.78. Agreement of individuals' classification in quartiles of food consumption for both methods ranged from 22% (pasta) to 50% (beans). For discordant quartiles, the groups that presented more than 10% of misclassified subjects were pasta (19%), meat (13%) and fats (11%). The values of the Kappa test ranged from -0.15 (pastas) to 0.56 (beans). The food frequency questionnaire over-estimated the consumption of almost all the food groups and under-estimated the groups of oils, beans, meats, and soft drinks CONCLUSION: The food frequency questionnaire revealed good validity for beans, vegetables, milk and dairy, cookies with filling, and rice.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)