Sample records for silver 125
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Crescimento e sobrevivência do catfish de canal (Ictalurus punctatus sp) e jundiá (Rhamdia sp) no outono-inverno do Rio Grande do Sul/ Growth and survival of channel catfish (Ictalurus punctatus sp) and silver catfish (Rhamdia sp) through autumn-winter in Rio Grande do Sul, Brazil

Souza, Luciano Sena de; Pouey, Juvêncio Luís Osório Fernandes; Camargo, Sabrina Ortiz de; Vaz, Bernardo dos Santos
2005-08-01

Resumo em português O catfish é um peixe de couro, com hábito alimentar onívoro, nativo dos Estados Unidos, tendo despertado interesse dos produtores e indústrias da região sul do Rio Grande do Sul, devido à qualidade da carne, crescimento e facilidade de manejo. O jundiá também é um peixe de couro com hábito alimentar onívoro, apresentando bom desenvolvimento e fácil reprodução, sendo necessário avaliar seu potencial em sistemas de produção intensiva. O objetivo deste traba (mais) lho foi comparar o desempenho e sobrevivência do catfish, jundiá cinza e albino. O experimento foi realizado na estação de piscicultura do Chasqueiro, localizada no município de Arroio Grande - RS, no período de abril a agosto de 2001, tendo a duração de 135 dias. Utilizaram-se 120 juvenis de catfish (91,8±25,8g), 120 de jundiá albino (83,7±20,9g) e 120 de jundiá cinza (80,4±12,5g), distribuídos em 3 tanques de terra retangulares, com 180m², divididos longitudinalmente em três parcelas, formando um total de 9 divisões de 60m² cada. Os peixes foram colocados em uma densidade de 0,6 peixe/m² da área, e alimentados com ração comercial extrusada (PB 36%) na ordem de 3% da biomassa ao dia. Durante o período experimental avaliou-se o ganho de peso, o crescimento e a sobrevivência dos animais. A temperatura da água variou entre 11 e 290C, com média de 18,5°C. Os resultados indicaram um ganho de peso no período de 40,4; 74,1 e 109,1g e sobrevivências de 14, 32 e 63% para o catfish, jundiá albino e cinza, respectivamente. Conclui-se que o jundiá cinza apresentou o melhor desempenho produtivo no período analisado. Resumo em inglês Channel catfish is a skin fish, omnivorous, native of the United States of America, and it has interested fish farmers and industries of Southern Rio Grande do Sul, Brazil due to its meat quality, growth and management characteristics. Silver catfish is also a skin fish, omnivorous, showing good growth and reproduction, but lacking additional evaluation of its intensive cultivation. The objective of this work was to compare the performance and survival of channel catfish, (mais) gray and albine strains of silver catfish. The experiment was carried out at the Chasqueiro aquaculture facilities, in Arroio Grande county - RS - Brazil, through 135 days, from April to August of 2001. One Hundred and twenty channel catfish juveniles (91.8±25.8g), 120 albine silver catfish juveniles (83.7±20.9g) and 120 gray silver catfish juveniles (80.4±12.5g) were distributed in three rectangular earth tanks, measuring 180m², alocated longitudinally in three plots, with a total of 9 divisions of 60m² each, with a stocking density of 0,.6 fish m-2, fed daily with an extruded commercial food (CP 36%), on a 3% biomass basis. Growth, weight gain and survival of the animals were evaluated. The water temperature ranged from 11 to 29ºC, with an average of 18.5ºC. Results indicated a weight gain of 40.4; 74.1 and 109.1g and survivals of 14, 32 and 63%, respectively for channel catfish, albine silver catfish and gray silver catfish. It can be concluded that gray silver catfish showed the best productive performance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

AgNOR em câncer gástrico/ AgNOR in cancer of the stomach

OSHIMA, Celina Tizuko Fujiyama; FORONES, Nora Manoukian
2001-04-01

Resumo em português Objetivo — Estudar a proliferação celular através das contagens das AgNORs (regiões argirofílicas organizadoras nucleolares) nos tecidos de câncer gástrico e/ou da mucosa normal adjacente e correlacionar com as variáveis clínico-patológicas. Casuística e Método - Foram estudados 34 casos de adenocarcinoma gástrico, 23 do tipo intestinal e 11 do tipo difuso de Lauren. A coloração das AgNORs foi realizada em cortes histológicos e a análise quantitativa (mais) foi realizada pela contagem de um total de 100 núcleos de células neoplásicas e 100 de células da mucosa de aspecto normal. Resultados - O número de AgNORs nos núcleos das células normais variou entre 1 e 2 pontos castanho-escuros, enquanto nos núcleos das células neoplásicas estes eram numerosos, pequenos, agregados ou únicos e maiores. A média das contagens das AgNORs nos núcleos das células neoplásicas (3,86) foi significativamente maior do que nos núcleos das células da mucosa gástrica normal (1,25). Esta diferença foi também observada entre tumores do tipo intestinal (4,43) e difuso (2,58). Não foram observadas correlação entre as médias das contagens das AgNORs por núcleo e o sexo ou a idade dos pacientes. Conclusão - A contagem das AgNORs pode ser utilizada como marcador de atividade proliferativa, podendo auxiliar no diagnóstico de câncer. Resumo em inglês Objective — To study the proliferative activity of AgNORs (argyropholic nucleolar organizer region) in gastric cancer tissue and in the adjacent normal tissue and correlate with the clinical and pathological parameters. Material and Methods — Thirty four formalin-fixed paraffin-embedded tissues sections of patients with adenocarcinoma of the stomach were analysed retrospectively, being 23 of intestinal and 11 of diffuse type of Lauren. The AgNORs can be detected (mais) by a specific silver staining and the number de AgNORs was counted in 100 nucleus of tumoral cells and in 100 nucleus of the adjacent normal tissue. Results - The tumoral cells had numerous, smaller, aggregated or one solitary and bigger AgNORs in the nuclei, while the normal cells had one or two AgNORs by nuclei. A significant difference was found between the mean numbers of AgNORs in the nuclei of tumor (3.86) and the normal tissue (1.25). There was also a significant difference between intestinal (4.43) and diffuse type (2.58) means. No significant correlation was found between mean AgNOR count and sex or age of the patients. Conclusions - The quantification of AgNORs can be used as a marker of proliferative activity, helping on the diagnosis of cancer.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)