Sample records for sea urchins
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Animais aquáticos de importância médica no Brasil/ Aquatic animals of medical importance in Brazil

Haddad Junior, Vidal
2003-10-01

Resumo em português Os acidentes por animais aquáticos venenosos e traumatizantes podem provocar morbidez importante em humanos. Em 236 ocorrências por animais marinhos observadas pelo autor, os ouriços-do-mar causaram cerca de 50%, os cnidários (cubomedusas e caravelas) 25% e peixes venenosos (bagres, arraias e peixes-escorpião) 25% dos acidentes. Nos rios e lagos, as arraias, bagres e mandis causam acidentes que têm mecanismo do envenenamento e efeitos das toxinas semelhantes às esp (mais) écies marinhas. Em uma série de cerca de 200 acidentes em pescadores de água doce, quase 40% foram causados por bagres e mandis, 5% por arraias de água doce e 55% por peixes traumatogênicos, como as piranhas e as traíras. O autor demonstra os principais animais aquáticos que causam acidentes no Brasil, apresenta aspectos clínicos dos envenenamentos e discute medidas terapêuticas para o controle da intensa sintomatologia observada principalmente nos acidentes causados por cnidários e peixes venenosos. Resumo em inglês The injuries caused by venomous and poisonous aquatic animals may provoke important morbidity in the victim. The cnidarians (jellyfishes, especially cubomedusas and Portuguese-Man-of-War) caused nearly 25% of 236 accidents by marine animals, while sea urchins were responsible for about 50% and catfish, stingrays and scorpionfish nearly 25%). In freshwater, stingrays and catfish cause injuries with a very similar mechanism to the poisoning and the effects of the toxins of (mais) marine species. In a series of about 200 injuries observed among freshwater fishermen, nearly 40% were caused by freshwater catfish, 5% freshwater stingrays and 55% by traumatogenic fish, such as piranhas and traíras. The author presents the aquatic animals that cause injuries to humans in Brazil, the clinical aspects of the envenoming and the first measures for the control of the severe pain observed mainly in the accidents caused by cnidarians and venomous fishes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Caracterização das macroalgas nas comunidades marinhas da Área de Proteção Ambiental de Cairuçú, Parati, RJ: subsídios para futuros monitoramentos/ Characterisation of macroalgae in the marine communities of Cairuçú Environmental Protected Area, Parati, RJ: bases for future monitoring

Figueiredo, Marcia A. O.; Barreto, Maria Beatriz B.; Reis, Renata P.
2004-03-01

Resumo em português As macroalgas podem ser usadas para indicar distúrbios biológicos e físicos do ambiente. Neste estudo, a estrutura das comunidades fitobentônicas serviu para caracterizar a Área de Proteção Ambiental de Cairuçú. Seis locais de coleta representaram diversas condições ambientais dentro da Baía de Parati, RJ. O local mais exposto às ondas foi a Ponta da Cajaíba, seguido pela Praia da Conceição, moderadamente exposta às ondas, e os demais foram protegidos. Co (mais) letas quali e quantitativas das macroalgas foram realizadas em quatro épocas do ano. A cobertura destas foi estimada em grupos morfo-funcionais no sublitoral em transectos de 10 m, cada um com 10-30 quadrados aleatórios de 0,04 m². A densidade dos ouriços herbívoros foi estimada em 10 áreas de 0,25 m². Foram acrescidos 15 táxons à flora do Município de Parati, totalizando 136. Na comparação entre floras do sul fluminense, Parati assemelha-se ao grupo da Baía de Sepetiba e o restante da Baía da Ilha Grande. A Ilha Comprida, Saco da Velha, Praia Vermelha e Ponta do Buraco apresentaram comunidades dominadas por algas eretas, coriáceas e calcárias articuladas e menor cobertura de algas calcárias incrustantes. Sargassum dominou em condições ambientais mais estáveise, após senescência, foi substituído por rodofíceas menores, sugerindo competição entre diferentes estratos na comunidade. Locais mais expostos às ondas e/ou herbivoria (Praia da Conceição e Ponta da Cajaíba) foram dominados por algas crostosas e eretas de pequeno porte, concordando com padrões previstos em modelos de abundância de grupos morfo-funcionais de algas em função do grau de distúrbios. Resumo em inglês Macroalgae can be used to indicate biological and physical disturbances in the environment. In this study, the phyto-benthic community structure served to characterise the Cairuçú Protected Area. Six sampling sites represented a variety of environmental conditions inside Parati Bay, RJ. The most wave-exposed site was Ponta da Cajaíba followed by moderately exposed Praia da Conceição, and all the other sites were sheltered. Quali- and quantitative sampling of macroalg (mais) ae were carried out four times a year. Algal cover was estimated within functional-form groups in the sublittoral zone using 10 m transects, each one with 10-30 random quadrats of 0.04 m². Density of herbivorous sea urchins was estimated within 10 areas of 0.25 m². There were 15 taxa added to the marine flora of Parati district, making a total of 136 taxa. Comparing local floras in southern areas of Rio de Janeiro State, Parati was similar to both Sepetiba Bay and the remaining of Ilha Grande Bay. Ilha Comprida, Saco da Velha, Praia Vermelha and Ponta do Buraco were dominated by corticated, coriaceous and articulated calcareous erect algae showing a lower cover of crustose calcareous algae. Sargassum dominated in more stable environmental conditions being replaced by smaller rhodophytes after its senescent phase, suggesting competition for stratum space. Places more exposed to waves and/or herbivores (Praia da Conceição and Ponta da Cajaíba) were dominated by crustose and small erect algae, in agreement with algae abundance patterns predicted by form and function models dependent on degrees of physical and biological disturbance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)