Sample records for ruminants
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Botulismo em ruminantes causado pela ingestão de cama-de-frango/ Botulism in ruminants being fed with poultry litter

Lobato, Francisco Carlos Faria; Salvarani, Felipe Masiero; Silva, Rodrigo Otávio Silveira; Souza, Andréa Márcia de; Lima, Catarina Guimarães Rocha Dourado; Pires, Prhiscylla Sadanã; Assis, Ronnie Antunes de; Azevedo, Edisio Oliveira de
2008-08-01

Resumo em português Botulismo é uma intoxicação causada pela ingestão das toxinas produzidas pelo Clostridium botulinum, que acomete mamíferos e aves. Neste trabalho é descrito um surto de botulismo em ruminantes, ocorrido em duas propriedades localizadas no município de Patos, no Estado da Paraíba, Brasil. Em uma das propriedades, de um total de 88 bovinos, 85 (96,6%) vieram a óbito. Na segunda, morreram 145 ovinos (96,7%), 233 caprinos (57,8%) e 30 bovinos (96,8%). Os animais acom (mais) etidos apresentavam paralisia progressiva, dificuldade de locomoção, sialorréia e dispnéia. A morte ocorreu entre 24 e 48 horas após o início dos sinais, por parada cardio-respiratória. Nenhuma alteração significativa foi observada no exame post-mortem. O diagnóstico de botulismo foi confirmado pela demonstração das toxinas C e D no conteúdo intestinal e na cama-de-frango utilizada na alimentação dos animais, pela técnica de soroneutralização em camundongos. Resumo em inglês Botulism is a poisoning caused by the ingestion of toxins produced by Clostridium botulinum, that infects mammals and birds. This article reports an outbreak of botulism in two different flocks of ruminants at Paraíba, Brazil. In one, 85 out of 88 (96.6%) cattles died. In the other, 145 (96.7%) sheeps, 233 (57.8%) goats and 30 (96.8%) cattles died. Clinical signs were progressive paralysis, difficulties in moving, sialorrhoe and dyspnoe. Death occurred 24 to 48 hours aft (mais) er the beginning of clinic signs and at post-mortem examination no noteable changes were observed. Type C and D toxins were demonstrated in the intestinal contents and poultry litter by neutralization test in mice.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Nematódeos de ruminantes em pastagem com diferentes sistemas de pastejo com ovinos e bovinos/ Ruminant nematodes in pasture under different grazing systems with sheep and cattle

Torres, Sônia Emília Figueiredo de Araújo; McManus, Concepta; Amarante, Alessandro Francisco Talamini do; Verdolin, Viviane; Louvandini, Helder
2009-09-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de diferentes sistemas de pastejo, com ovinos e bovinos, sobre a quantidade de larvas no estágio L3 de nematódeos de ruminantes. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, em arranjo fatorial com quatro sistemas de pastejo e quatro períodos de rotação de pastagem. A duração do experimento foi de 91 dias, com sistema rotacionado (7 dias de ocupação e 21 de descanso), em 8 ha de Panicum maximum cv. Tanzâ (mais) nia. Foram avaliados os sistemas de pastejo: alternado, simultâneo e isolado, com ovinos e com bovinos. Foram utilizados 20 bovinos (mestiços), 30 cordeiros e 15 ovelhas adultas (raça Santa Inês). As amostras do capim, para recuperação e identificação dos nematódeos, foram realizadas semanalmente no pré e pós-pastejo dos piquetes. Na média geral de todos os manejos, a ordem decrescente de número de larvas foi: Haemonchus spp., Trichostrongylus spp., Oesophagostomum spp., Strongyloides spp. e Cooperia spp. Correlações médias foram encontradas entre as quantidades de larvas L3 no pré e pós-pastejo. Com o aumento do número de rotações, houve aumento no grau de contaminação da pastagem pelas larvas, independentemente do sistema adotado. O sistema de pastejo simultâneo foi o que apresentou maior controle da carga parasitária de Haemonchus spp. na pastagem de capim-tanzânia. Resumo em inglês The objective of this work was to evaluate the effect of different grazing management systems on the parasitic nematode load (L3 larvae) in ruminants. The experimental design was completely randomized, in a factorial arrangement with four grazing systems and four rotations. The experimental period was 91 days, in a rotational system (7 days of occupation and 21 of days rest), in 8-ha pasture cultivated with Panicum maximum cv. Tanzânia. The different management systems e (mais) valuated were: alternate, simultaneous and isolate whit cattle and sheep. Twenty mixed breed cattle, 30 lambs and 15 ewes were used (Santa Inês breed). Grass samples were collected for recovery and identification of L3-larvae every week, during pre and postgrazing. In all systems, the decreasing order the number of identified larvae was Haemonchus spp., Trichostrongylus spp., Oesophagostomum spp., Strongyloides spp., and Cooperia spp. Mean correlations were found between L3-larvae numbers in pre and postgrazing. Increasing rotation caused increase in the degree of infection irrespectively of the system used. The simultaneous system had the best control on the parasitic load of Haemonchus spp., on Tanzania grass pasture.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Plantas tóxicas para ruminantes e eqüídeos no Seridó Ocidental e Oriental do Rio Grande do Norte/ Toxic plants for livestock in the western and eastern Seridó, state of Rio Grande do Norte, in the Brazilian semiarid

Silva, Durval M. da; Riet-Correa, Franklin; Medeiros, Rosane M.T; Oliveira, Odaci F. de
2006-12-01

Resumo em português Para determinar a ocorrência de diferentes intoxicações por plantas na região do Seridó Ocidental e Oriental do Rio Grande do Norte foram entrevistadas 82 pessoas, entre produtores e técnicos em 17 municípios. De acordo com esse inquérito as duas intoxicações mais importantes são as por Ipomoea asarifolia, que causa sinais nervosos em ovinos, caprinos e bovinos, e por Aspidosperma pyrifolium que, segundo os entrevistados, causaria abortos em caprinos, ovinos e (mais) bovinos. O efeito abortivo desta última planta foi comprovado em caprinos, mas não em bovinos e ovinos. Alguns entrevistados mencionaram, também, a intoxicação por A. pyrifolium como causa de sinais nervosos em bovinos e eqüídeos, o que ainda não foi comprovado. Intoxicações por plantas cianogênicas, incluindo Manihot spp, Anadenanthera colubrina var. cebil (=Piptadenia macrocarpa), Sorghum bicolor e Sorghum halepense são importantes na região. São importantes, também, as intoxicações por Prosopis juliflora em bovinos e, com menor freqüência, em caprinos, por Crotalaria retusa em eqüinos, ovinos e bovinos e por Mascagnia rigida em bovinos. As intoxicações por Brachiaria decumbens e Enterolobium contortisiliquum ocorrem esporadicamente. Outras intoxicações menos importantes são as causadas por Indigofera suffruticosa, Ipomoea carnea e Ricinus communis. Diversos produtores descreveram a intoxicação por Marsdenia sp afetando ovinos e bovinos, além de um surto em suínos que foram alimentados com as raízes da planta. Foi demonstrado que tanto as raízes da planta quanto as folhas são tóxicas para ruminantes, causando sinais nervosos, mas sem lesões histológicas. Outra intoxicação relatada pelos produtores e comprovada experimentalmente foi a causada por Tephrosia cinerea em ovinos, que causa um quadro clínico de ascite, com lesões de fibrose hepática. Seis produtores descreveram a intoxicação por Nerium oleander, sempre em bovinos que tiveram acesso à planta após esta ter sido cortada e misturada ou não com outras plantas. Os produtores mencionaram, também, as intoxicações por diversas plantas cuja toxicidade em forma espontânea não está comprovada, incluindo Paullinia sp, Passiflora sp, Dalechampia sp, Portulaca oleracea, Luffa acutangula, Cereus sp, Leersia hexandra e Stemodia maritima. Echinochloa polystachya e Pennisetum purpureum, que podem causar intoxicação por nitratos e nitritos, foram mencionadas por alguns produtores com causa de morte em bovinos. Um produtor descreveu um surto de intoxicação em bovinos e caprinos por Dieffenbachia picta que tinha sido cortada e colocada ao alcance dos animais. Resumo em inglês To determine the occurrence of plant poisoning in the Western and Eastern Seridó regions of the state of Rio Grande do Norte, 82 persons including farmers, agronomists and veterinarians were interviewed. The two more important toxic plants are Ipomoea asarifolia, which causes nervous signs in sheep, goats and cattle, and Aspidosperma pyrifolium, leading to abortion in goats, sheep and cattle. The abortive properties of this plant had been demonstrated experimentally in g (mais) oats, but not in sheep and cattle. Some farmers mentioned the poisoning by A. pyrifolium as a cause of nervous signs in equidae and cattle. Poisoning by cyanogenic plants including Manihot spp, Anadenanthera colubrina var. cebil (=Piptadenia macrocarpa), Sorghum bicolor and Sorghum halepense are important in the region. Important is also poisoning by Prosopis juliflora in cattle and with less frequency in goats, poisoning by Crotalaria retusa in horses, sheep and cattle, and by Mascagnia rigida in cattle. Poisoning by Brachiaria decumbens and Enterolobium contortisiliquum is sporadic. Other less important toxic plants in the region are Indigofera suffruticosa, Ipomoea carnea, and Ricinus communis. Some farmers reported poisoning by Marsdenia sp affecting sheep and cattle, and also a group of swine fed with the roots of the plant; the leaves and the roots are experimentally toxic to ruminants causing nervous signs, without histologic lesions. Another poisoning demonstrated experimentally is caused by Tephrosia cinerea and results in ascitis with hepatic fibrosis in sheep. Six farmers reported poisoning by Nerium oleander, always in cattle that had access to the shrub after been cut, mixed or not with other plants. Farmers mentioned also poisoning by other plants with unknown toxicity, including Paullinia sp, Passiflora sp, Dalechampia sp, Portulaca oleracea, Luffa acutangula, Cereus sp, Leersia hexandra, and Stemodia maritima. Echinochloa polystachya and Pennisetum purpureum, which cause nitrite poisoning were mentioned by some farmers as cause of cattle mortalities. One farmer mentioned an outbreak of poisoning in cattle and goats by Dieffenbachia picta which had been cut and left to the animals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Lentivírus de pequenos ruminantes (CAEV e Maedi-Visna): revisão e perspectivas/ Lentiviruses of small ruminants (CAEV and Maedi-Visna): a review and perspectives

Callado, Ana Karina Cunha; Castro, Roberto Soares de; Teixeira, Maria Fátima da Silva
2001-09-01

Resumo em português Os lentivírus de pequenos ruminantes (SRLV), cujos protótipos são os vírus da Artrite-Encefalite Caprina (CAEV) e Maedi-Visna, são patógenos amplamente distribuidos, os quais causam doenças degenerativas progressivas lentas em caprinos e ovinos, determinando importantes perdas econômicas. Estes vírus causam infecções persistentes com período de incubação longo e causam inflamatórias e degenerativas. As lesões são induzidas em tecidos específicos do hospe (mais) deiro como articulações, pulmões, CNS e glandulas mamárias devido à replicação viral em células da linhagem monocítico-fagocitária que são as principais células-alvo. A infecção ocorre principalmente durante os primeiros meses de vida, através da ingestão de vírus no leite ou colostro de cabras ou ovelhas infectadas. A indução da resposta imunológica é variável e não protege contra a infecção. O diagnóstico é baseado primariamente na detecção de anticorpos para SRLV, geralmente por imunodifusão em gel de agar (AGID) e enzyme linked immunosorbent assay (ELISA). O diagnóstico e separação ou descarte dos animais soropositivos associado ao uso de certas práticas de manejo, especialmente das crias, são os principais meios implementados para prevenir a disseminação de SRLV, uma vez que ainda não existe vacina contra o vírus. As estratégias adotadas pelos SRLV para enfrentar o sistema imune dificultam o diagnóstico da infecção, controle ou prevenção da disseminação de SRLV. Esta revisão apresenta alguns aspectos das lentivíroses de pequenos ruminantes baseadas em estudos filogenéticos de amostras isoladas, aspectos clínicos e imunopatológicos. Resumo em inglês Small ruminant lentiviruses (SRLV), whose prototypes are Caprine Arthritis-Encephalitis virus (CAEV) and Maedi-Visna virus, are the causative agents of slow progressive degenerative diseases of goats and sheep (infected animals), responsible for significant economic losses. These viruses cause persistent infections with long periods of incubation and induce inflammatory and degenerative lesions. The lesions are induced in target organs of the host such as joints, CNS, lun (mais) gs and mammary glands due to viral replication in cells of the monocyte/macrophage lineage which is the main target cell. Infections occur particularly in the young and are acquired through ingestion of virus in milk or colostrum from infected does or ewes. The induction of immune response is variable and does not protect against the infection. Diagnosis is primarily based on the presence of SRLV antibodies usually detected by agar gel immunodiffusion (AGID) or enzyme linked immunosorbent assays (ELISA). As no vaccine is available, most often employed schemes to prevent spread of SRLV are based on segregation or/and culling of positive animals associated with management practices, especially the offspring. The strategies of SRLV for dealing with the immune system make difficult to accomplish diagnosis of infection, control or prevention of the viral spread. This review shows aspects of SRLV based on their phylogenetic studies of fields isolates, clinical, and immuno-pathological features.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Plantas tóxicas para ruminantes e eqüídeos no Norte Piauiense/ Toxic plants for ruminants and equidae in Northern Piauí

Mello, Gustavo W.S.; Oliveira, Diego M.; Carvalho, Ciro J.S.; Pires, Lidiany Viana; Costa, Francisco A. L.; Riet-Correa, Franklin; Silva, Silvana M.M.
2010-01-01

Resumo em português Este trabalho teve por objetivo realizar um levantamento sobre as plantas tóxicas para ruminantes e equídeos na Mesorregião Norte do Piauí. Foram feitas 71 entrevistas a médicos veterinários, engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas e produtores de 16 municípios, entrevistando pelo menos quatro pessoas por município. As plantas comprovadamente tóxicas que foram apontadas com maior frequência na região estudada foram Ipomoea asarifolia, que causa intoxicaç� (mais) �es em pequenos ruminantes em todas as áreas visitadas. Stryphnodendron coriaceum pelas mortes que ocasiona é, aparentemente, a planta que causa maiores perdas econômicas na mesorregião estudada. Enterolobium contortisiliquum também foi citada como causa importante de sinais digestivos, abortamentos e fotossensibilização em bovinos da região. Os entrevistados confirmaram a ocorrência de surtos de intoxicação em bovinos por Thiloa glaucocarpa no inicio do período chuvoso. Manihot spp. e Piptadenia macrocarpa são plantas cianogênicas apontadas como causa de mortes superagudas em bovinos. Outras plantas relatadas como tóxicas pelos entrevistados, mas sem que haja comprovação de sua toxicidade, foram Buchenavia tomentosa, Caesalpinia sp., Brunfelsia sp., Luetzelburgia sp., Hybantus ipecaconha, Phisalys angulata e Spondias luta. De acordo com os entrevistados os frutos de Buchenavia tomentosa causam sinais digestivos e abortos em caprinos, ovinos e bovinos. Produtores relatam surtos de intoxicação em caprinos que apresentam sinais digestivos e morte após a ingestão de favas de Luetzelburgia sp. Brunfelsia sp. é relatada como causa de alterações nervosas, no começo das chuvas, quando os animais ingerem as folhas e flores e os asininos são aparentemente mais afetados. Os frutos de Spondias luta foram mencionados como causa de diarréia em caprinos. Experimentos não publicados demonstraram a toxicidade de Brunfelsia sp. em ovinos e de Luetzelburgia sp. como causa de sinais digestivos e mortes em caprinos. Novos experimentos devem ser feitos para comprovar a toxicidade de outras plantas mencionadas nas entrevistas. Resumo em inglês The objective of this study was to survey toxic plants for ruminants and equidae in northern Piauí. Seventy one persons were interviewed, including farmers, veterinary practitioners, agronomists, and agrarian technicians from 16 municipalities, performing at least four interviews in each municipality. The most common plant mentioned as a cause of poisoning was Ipomoea asarifolia, which is a well known cause of tremogenic disease in ruminants. Stryphnodendron coriaceum wh (mais) ich causes digestive signs was referred as a common cause of death, and is probably the plant that causes most cattle deaths in the region. Enterolobium contortisiliquum was also mentioned as a frequent cause of digestive signs, abortion and photosensitization in cattle. Outbreaks of nephrosis caused by Thiloa glaucocarpa are frequent at the beginning of the raining season. Poisoning by the cyanogenic plants Manihot spp. e Piptadenia macrocarpa are a cause of peracute deaths. Other plants mentioned as toxic were Buchenavia tomentosa, Caesalpinia sp., Brunfelsia sp., Luetzelburgia sp., Hybantus ipecaconha, Phisalys angulata, and Spondias luta. Farmers report that goats are poisoned by the ingestion of the pods of Luetzelburgia sp., which causes digestive signs and death. The ingestion of the fruits of Buchenavia tomentosa is associated with digestive signs and and abortion in ruminants. Brunfelsia sp. is mentioned as a cause of nervous signs at the start of the raining season and donkeys are apparently more affected. The consumption of the fruits of Spondias luta are associated with diarrhea in goats. Recent unpublished experiments demonstrated the toxicity of Brunfelsia sp. as a cause of nervous signs and of Luetzelburgia sp. as a cause of digestive signs in goats. Experiments with other plants are necessary to confirm their toxicity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Doença tremorgênica em ruminantes e equídeos no semiárido da Paraíba/ Tremorgenic disease in ruminants and equidae in the Brazilian semiarid

Pessoa, Clarice R.M.; Medeiros, Rosane M.T.; Pessoa, André F.A.; Dantas, Antônio F.M.; Oliveira, Odaci F. de; Riet-Correa, Franklin
2010-07-01

Resumo em português Descrevem-se oito surtos de uma doença tremorgênica em bovinos, ovinos, equinos e muares na região do Cariri, semiárido da Paraíba. Sete surtos aconteceram de julho a dezembro de 2007, com maior frequência entre setembro e outubro. Outro surto foi observado em fevereiro de 2008. Todos os surtos ocorreram no período da seca. Os sinais observados foram tremores musculares, hipermetria, ataxia, aumento da base de sustentação, constante estado de alerta e, em alguns (mais) casos, decúbito. Quando retirados das pastagens os animais recuperavam-se em 3-4 dias a duas semanas, porém quando retornavam ao pasto de origem adoeciam novamente. Um ovino foi necropsiado e não foram observadas lesões macroscópicas ou microscópicas. Em seis propriedades a doença ocorreu em cultivos de palma invadidos por gramíneas e em duas em áreas de caatinga desmatada invadidas pelas mesmas gramíneas. Diversas gramíneas, incluindo Digitaria bicornis, Enteropogon mollis, Chloris virgata e Chloris barbata foram encontradas nos piquetes onde ocorreu a doença. Dois equinos foram alimentados por sete dias com gramíneas secas provenientes de fazendas onde haviam acontecido surtos da doença. Um dos equinos apresentou sinais leves da doença no quinto dia de ingestão, mas recuperou-se no dia seguinte. Esses resultados sugerem que a doença está associada à ingestão de alguma gramínea, possivelmente Chloris spp. Relatos anteriores mencionam a ocorrência de uma intoxicação semelhante, entre 1956 e 1962, no Agreste Pernambucano, em pastagens de Chloris orthonothon. Resumo em inglês Eight outbreaks of a tremorgenic disease are reported in ruminants and equidae in the semiarid region of the Brazilian state of Paraíba. Seven outbreaks occurred from July to December 2007, with highest frequency in September and October. Another outbreak was observed in February 2008. All outbreaks occurred during the dry season. The disease affected horses, mules, cattle and sheep. Clinical signs were staggering, hypermetria, ataxia, wide-based stance and alertness. Af (mais) ter being removed from pastures the animals recovered in a period of 3-4 days to two weeks, however when returned to the pasture clinical signs reappeared. One affected sheep was euthanized and necropsied. Gross and histologic lesions were not observed. Different grasses including Digitaria bicornis, Enteropogon mollis, Chloris virgata and Chloris barbata were present in the pastures where the disease occurred. In six farms the disease occurred in cultures of Opuntia ficcus-indica invaded by grasses and two in deforested native vegetation invaded by similar grasses. Two horses were fed ad libitum during seven days, mature forage collected in pastures where the disease occurred. One horse showed mild signs of the disease on the fifth day of consumption, but recovered one day later. These results suggest that the disease is associated with the ingestion of some graminae, probably Chloris spp. Previous reports mentioned the occurrence of a similar disease, between 1956 and 1962, in the semiarid region of Pernambuco, in pastures with Chloris orthonothon.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Mastite micótica em ruminantes causada por leveduras/ Mycotic mastitis in ruminants caused by yeasts

Spanamberg, Andréia; Sanches, Edna Maria Cavallini; Santurio, Janio Morais; Ferreiro, Laerte
2009-02-01

Resumo em português A ocorrência de casos esporádicos de mastite causados por microrganismos de origem ambiental pode ser considerada como emergente e as leveduras, os fungos leveduriformes e os filamentosos são alguns dos principais agentes envolvidos. Em relação à mastite micótica, as leveduras são freqüentemente causas de infecções da glândula mamária em animais produtores de leite. A maior parte dos casos ocorre sob a forma de surtos localizados e/ou após tratamento com ant (mais) imicrobianos. Os principais gêneros envolvidos são Candida e Cryptococcus, além de outros como Geotrichum, Pichia e Trichosporon. O objetivo do trabalho é revisar os aspectos gerais sobre a mastite micótica causada por leveduras e fungos leveduriformes, tais como etiologia, causas predisponentes, patogenicidade, diagnóstico, tratamento e profilaxia por meio de uma abordagem cronológica dos primeiros relatos, mas com enfoque principal nos resultados descritos recentemente na literatura veterinária nacional e internacional. O controle da mastite micótica é fundamentado em métodos preventivos, como adequado manejo da ordenha, correta higienização dos equipamentos e das instalações, com a finalidade de reduzir o número de animais acometidos, além de garantir a qualidade e a inocuidade dos produtos lácteos. Resumo em inglês The veterinary literature registers sporadic cases of infections caused by environmental microorganisms in which the main agents involved are yeasts, yeasts-like and filamentous fungi. In relation to dairy animals, the yeasts are more frequently incriminated as the aetiological agents of mycotic mastitis. Most cases occur under the form of localized outbreaks and / or after treatment with antimicrobial agents. The main genera involved in mastitis are Candida and Cryptococ (mais) cus, besides others such as Geotrichum, Pichia and Trichosporon. The purpose of this review is to point out the main aspects of mastitis caused by yeasts and yeast-like fungi, such as etiology, predisposing factors, pathogenicity, diagnosis, treatment and prophylaxis, through a chronological approach of the first reports, with main focus on results described recently in national and international veterinary literature. The mycotic mastitis control should be mainly focused on preventive methods, especially based on adequate management of essential factors like proper milking procedures and a high level of hygiene of the environment and equipments, with the aim of reducing the number of affected animals, assuring the quality and innocuity of dairy food safety.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Malformações congênitas em ruminantes no semiárido do Nordeste Brasileiro/ Congenital malformations in ruminants in the semiarid of the Brazilian Northeast

Dantas, Antônio Flávio M; Riet-Correa, Franklin; Medeiros, Rosane M.T; Galiza, Glauco José N. de; Pimentel, Luciano da A; Anjos, Bruno L. dos; Mota, Rinaldo A
2010-10-01

Resumo em português Malformações congênitas causadas pela ingestão de Mimosa tenuiflora têm sido observadas em ruminantes no semiárido do Nordeste Brasileiro. Neste trabalho foram estudadas as malformações congênitas em ruminantes diagnosticadas entre 2000 e 2008, em municípios da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Durante o período foram recebidos 1.347 materiais de ruminantes para diagnóstico, desses 47 (3,48%) foram dignosticados como malformações congênitas. Com b (mais) ase no tipo de malformação e na procedência do animal as malformações foram divididas em: 1) causadas pelo consumo de M. tenuiflora; e 2) malformações esporádicas, sem causa conhecida. De 418 materiais de ovinos, 21 corresponderam a malformações, sendo 18 (4,3% do total de materiais) de malformações causadas por M. tenuiflora e 3 (0,71%) de malformações esporádicas. De 434 materiais de bovinos, 14 foram diagnosticados como malformações, sendo 8 (1,84%) causadas por M. tenuiflora e 6 (1,38%) malformações esporádicas. De 495 materiais de caprinos, 12 apresentaram malformações, sendo 9 (1,81%) causadas pela ingestão de M. tenuiflora e 3 (0,6%) malformações esporádicas. As principais malformações causadas por M. tenuiflora foram artrogripose, micrognatia, palatosquise, microftalmia e hipoplasia ou aplasia unilateral ou bilateral dos ossos incisivos. As malformações esporádicas incluiram: acefalia e hermafroditismo, dicefalia e malformações de vasos intestinais em ovinos; atresia anal em três caprinos; e hidranencefalia, atresia anal, malformações de costelas com eventração, hipoplasia cerebelar e hidrocefalia, coristoma pulmonar e meningocele, e gêmeos siameses em bovinos. O caso de hipoplasia cerebelar com hidrocefalia foi negativo pela imuno-histoquímica para o vírus da diarreia viral bovina. Malformações congênitas causadas por M. tenuiflora ocorreram durante todo o ano. A maior frequência em ovinos está aparentemente associada ao consumo da planta, na primeira fase da gestação, após as primeiras chuvas, quando as ovelhas estão sendo suplementadas e a planta é o principal volumoso disponível. As malformações ocorrem principalmente nas áreas mais degradadas, onde existe maior disponibilidade da planta e menor variedade de plantas da caatinga. Resumo em inglês Congenital malformations caused by the ingestion of Mimosa tenuiflora have been reported in ruminants in the semiarid of the Brazilian Northeast. This paper reports malformations diagnosed in ruminants, from 2000 to 2008, by the Veterinary Pathology Laboratory of the Federal University of Campina Grande, Patos, PB, in municipalities of the states of Paraíba, Pernambuco and Rio Grande do Norte. During the period, 47 (3.48%) out of 1.347 ascensions were reported as malform (mais) ations. Based in the type of malformation and in the origin of the animals, malformations were divided in: 1) caused by the ingestion of M. tenuiflora, and 2) sporadic malformations of unknown causes. In sheep, 21 out of 418 ascensions were malformations, being 18 (4.3%) of malformations caused by M. tenuiflora and 3 (0.71%) of sporadic malformations. In cattle, 14 out of 434 ascensions were malformations, from these 8 (1.84%) were caused by M. tenuiflora and 6 (1.38%) were sporadic malformations. In goats, 12 out of 495 ascensions were malformations, being 9 (1.81%) malformations related with the ingestion of M. tenuiflora and 3 (0.6%) sporadic malformations. More frequent malformations caused by M. tenuiflora were arthrogryposis, micrognatia, palatoschisis, microphtalmia and unilateral or bilateral hypoplasia or aplasia of the incisive bones. Sporadic malformations were acephaly and hermaphrodite, dicephaly and malformations of mesenteric vessel in sheep; atresia ani in three goats; and hydranencephaly, atresia ani, ribs malformation with eventracion, cerebellar hypoplasia with hydrocephalus, pulmonary choristoma and meningocele, and siamese twins in cattle. A case of cerebellar hypoplasia with hydrocephalus was negative on immunohistochemistry to bovine viral diarrhea virus. Malformations caused by M. tenuiflora occurred during the whole year. The highest frequency in sheep seems to be associated with the consumption of the plant by ewes after first rains, in the first two months of gestation, when they are supplemented with concentrates, and M. tenuiflora is the main green forage available. Malformations occur mainly in degraded areas of native forest (caatinga) invaded by M. tenuiflora, with lesser variety of other species.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Polioencefalomalacia em ruminantes/ Polioencephalomalacia in ruminants

Sant'Ana, Fabiano J.F. de; Lemos, Ricardo A.A.; Nogueira, Ana Paula A.; Togni, Monique; Tessele, Bianca; Barros, Claudio S.L.
2009-09-01

Resumo em português Polioencefalomalacia (PEM) de ruminantes é uma doença complexa. O termo indica um diagnóstico morfológico em que necrose neuronal grave resulta em amolecimento da substância cinzenta do cérebro. Interpretada no início como uma doença única, causada por deficiência de tiamina, acredita-se hoje que várias causas e diferentes mecanismos patogênicos, ou um único mecanismo patogênico disparado por diferentes agentes, sejam responsáveis pelo aparecimento da doen� (mais) �a. Neste artigo, as possíveis causas e a patogênese de PEM em ruminantes são criticamente revisadas e discutidas. Também são revisadas a epidemiologia, os sinais clínicos, os achados macro e microscópicos e os métodos de diagnóstico, tratamento e controle. Resumo em inglês Polioencephalomalacia (PEM) of ruminants is a complex disease. The term indicates a morphological diagnosis where severe neuronal necrosis results in softening of cerebral grey matter. Initially though as a single disease caused by thiamine deficiency, PEM is currently believe to have several causes and different pathogenic mechanisms or a single pathogenic organism triggered by different agents are responsible for the disease. In this paper the possible causes and pathog (mais) enesis of PEM in ruminants are critically reviewed and discussed. Also are reviewed the epidemiology, clinical signs, gross and histological findings, methods of diagnosis, treatment and control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Doenças parasitárias em ruminantes no semi-árido brasileiro/ Parasitic diseases in ruminants in the Brazilian semiarid

Costa, Valéria Medeiros de M.; Simões, Sara V.D.; Riet-Correa, Franklin
2009-07-01

Resumo em português Arquivos de fichas clínicas de ruminantes ou amostras para diagnósticos recebidos pelo Hospital Veterinário da Universidade de Campina Grande, em Patos, Paraíba, de janeiro 2000 a agosto 2007, foram revisados para avaliar alguns aspectos epidemiológicos de doenças parasitárias de ruminantes na região semi-árida da Paraíba e estados vizinhos. A região apresenta precipitações médias anuais de aproximadamente 800mm, com chuvas irregulares concentradas em um per (mais) íodo de 3-4 meses e uma temperatura média anual de 26°C. No período, 163 (5,31%) de 3.064 ruminantes foram afetados por alguma doença parasitária clinica. A doença parasitária mais frequente em caprinos e ovinos foi a helmitose gastrointestinal, principalmente a hemonchose, e caprinos foram mais afetados (6,24% dos casos diagnosticados) do que os ovinos (4,7% dos casos diagnosticados). A maior freqüência da doença nos caprinos pode estar associada à maior susceptibilidade destes ou devido a erros no tratamento, como a utilização da mesma dose para as duas espécies, o que para a maioria dos anti-antihelmínticos é insuficiente para caprinos. Bovinos tiveram uma baixa freqüência de helmintoses gastrintestinais (1 de 1.113 casos). Esta baixa freqüência deveu-se, provavelmente, ao sistema de criação no semi-árido, com baixa taxa de lotação, até um animal adulto por hectare a cada 13-16 hectare, e a permanência de bezerros (suscetíveis) com as mães (resistentes) por períodos de até um ano antes da desmama. A ocorrência de eimeriose em caprinos e ovinos foi de 0,76% dos casos, envolvendo apenas os animais jovens. Em bovinos a principal doença foi à tristeza parasitária com 14 surtos. Os surtos de tristeza ocorreram principalmente no final do período chuvoso em áreas de desequilíbrio enzoótico incluindo as montanhas e planaltos da região da Borborema, áreas irrigadas, e áreas das bacias do Rio do Peixe e Rio Piranhas. Nas áreas mais secas do semi-árido o Rhipicephalus (Boophilus) microplus não sobrevive durante o período de seca, mas, tristeza parasitária pode ocorrer quando no início do período chuvoso bovinos com carrapatos são introduzidos e esses se multiplicam durante o mesmo. Resumo em inglês Clinical cases and diagnostic specimens from ruminants received by the Veterinary Hospital of the University of Campina Grande in Patos, Paraíba, Brazil, from January 2000 to August 2007, were reviewed to evaluate some epidemiological aspects of parasitic diseases of ruminants in the semiarid region of Paraíba and neighboring states. The region has an annual rainfall of about 800mm, with irregular rains concentrated in a 3 to 4-month-period, and an average annual temper (mais) ature of 26°C. During those years, 163 (5.31%) out of 3,064 ruminants were affected by some parasitic disease. The most important parasitosis in goats and sheep was gastrointestinal helminthiasis, mainly hemonchosis; goats were more affected (6.24% of cases in this species) than sheep (4.7% of cases). The higher frequency of the disease in goats may be associated with higher susceptibility or due to treatment mistakes, i.e. use of the same dose for both species, which for most anti-antihelmintics is insufficient for goats. Cattle have a low rate of gastrointestinal helminthiasis (1 out of 1,113 cases). This low frequency is probably due to the farming system in the semiarid, with low stocking rate, up to one adult bovine for every 13-16 ha, and permanence of calves (susceptible) with their mothers (resistant) for nearly one year before weaning. The occurrence of eimeriosis in goats and sheep was observed in 0.76% of the cases, involving only young animals. The main cattle disease was tick fever with 14 outbreaks. Outbreaks of tick fever occur, mainly at the end of the raining season in areas of the semiarid which are marginal for tick, like plateaus and mountains of the Borborema region, irrigated areas, and areas of the basins of two rivers of the region. In the drier areas of the semiarid Rhipicephalus (Boophilus) microplus do not survive during the dry period, but tick fever can occur when cattle with ticks are introduced at the onset of the raining season.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Mastite em pequenos ruminantes no Brasil/ Small ruminant mastitis in Brazil

Peixoto, Rodolfo de M.; Mota, Rinaldo Aparecido; Costa, Mateus M. da
2010-09-01

Resumo em português Este artigo objetivou revisar as informações recentes sobre mastite em pequenos ruminantes, abrangendo etiologia, epidemiologia, aspectos de controle e profilaxia. Houve a preocupação em reunir resultados de estudos desenvolvidos no Brasil, uma vez que a mastite tem a interferência de uma série de fatores, como fatores ambientais e outros decorrentes dos sistemas de manejo empregados, condições essas determinantes para etiologia e epidemiologia da enfermidade. A p (mais) revalência da mastite em caprinos varia entre 22 e 75%, sendo que os casos de mastite subclínica são os mais frequentes. Existe uma carência de trabalhos voltados para os aspectos epidemiológicos da enfermidade no nosso país. Contudo, observa-se que a mastite vem assumindo importância cada vez maior nos rebanhos voltados para produção de carne, sendo encontrados resultados de pesquisa, principalmente na espécie ovina. A mastite estafilocócica corresponde à maior fração nas infecções intramamárias em pequenos ruminantes. O caráter zoonótico de alguns patógenos, a exemplo do Staphylococcus aureus ressalta a importância da implantação de programas de controle em propriedades leiteiras. Algumas das ferramentas de diagnóstico ainda necessitam de padronização, principalmente para espécie caprina que apresenta uma série de particularidades. Ainda são discutidas as principais estratégias de controle como o manejo de fêmeas e suas crias, os procedimentos de ordenha e a utilização de vacinas. Resumo em inglês The present reviews mastitis in small ruminants, focusing important aspects of etiology, epidemiology, diagnose, control, and prophylaxis. There was a special concern in review studies developed in Brazil, since mastitis results from a combination of many factors such as environmental and management conditions that concur for the action of etiological agents and for the epidemiology of this relevant disease. The prevalence mastitis in goats varies from 22 to 75%, with hig (mais) her frequency of subclinical cases. In Brazil there are few studies about epidemiologic aspects of mastitis in small ruminants. In the other hand, the disease has growing in importance in meat producing small ruminants, mainly sheep. The mastitis caused by staphylococci is the most prevalent in small ruminants. The zoonotic importance of some milk pathogens such as Staphylococcus aureus emphasizes the importance of the elimination this bacteria by carriers between goat and sheep milk farms. Some diagnostic techniques need more standardization, especially those used in goats that demonstrated some peculiarities. Mastitis control strategies will be discussed include the management of the females and their offspring, milking procedures and vaccination protocols.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Intoxicações por plantas em ruminantes e equídeos no Sertão Paraibano/ Plant poisonings in ruminants and equidae in the Sertão of Paraiba, Brazil

Assis, Tales S.; Medeiros, Rosane M.T.; Araújo, José Allan S. de; Dantas, Antônio F.M.; Riet-Correa, Franklin
2009-11-01

Resumo em português Foi realizado um levantamento das intoxicações por plantas em 20 municípios do Sertão Paraibano, onde foram entrevistados 50 produtores e 11 médicos veterinários. De acordo com o levantamento realizado, Ipomoea asarifolia e Mascagnia rigida são as intoxicações mais importantes. Indigofera suffruticosa, as plantas cianogênicas (Sorghum vulgare, Piptadenia macrocarpa e Manihot spp.), Mimosa tenuiflora, Aspidosperma pyrifolium e Crotalaria retusa são plantas impor (mais) tantes como causa de intoxicações na região. Os entrevistados relataram casos esporádicos de intoxicação por Ricinus communis, Enterolobium contortisiliquum, Prosopis juliflorae Brachiaria decumbens. Ziziphus joazeiro, Passiflora sp., Caesalpina ferrea e Crescentia cujete foram mencionadas como causa de abortos em ruminantes. Frutos de Crescentia cujete foram administrados a duas cabras prenhes causando mortalidade perinatal e abortos. As cascas de feijão (Phaseolus vulgaris e Vigna unguiculata) e as folhas de Licania rigida (oiticica) são associadas à sobrecarga ruminal em bovinos. As frutas de Mangifera indica (manga)e Anacardium occidentale (cajú) são responsabilizadas por causarem intoxicação etílica. Dalechampia sp. e Croton sp. foram citadas pelos entrevistados como possíveis plantas tóxicas, que ainda não tiveram sua toxicidade comprovada. Resumo em inglês A survey of plant poisoning in ruminants and equidae was conducted in 20 municipalities of the semiarid region of the Sertão Paraibano. Fifty farmers and 11 veterinary practitioners were interviewed. Ipomoea asarifolia and Mascagnia rigida are the most important poisonous plants in the region. Indigofera suffruticosa, the cianogenic plants (Sorghum vulgare, Piptadenia macrocarpa, and Manihot spp.), Mimosa tenuiflora, Aspidosperma pyrifolium and Crotalaria retusa cause al (mais) so important intoxications in the area. Sporadic outbreaks of poisonings by Ricinus communis, Enterolobium contortisiliquum, Prosopis juliflora and Brachiaria decumbens were also mentioned. Some farmers mentioned that Ziziphus joazeiro, Passiflora foetida, Caesalpina ferrea and Crescentia cujete cause abortion. The fruits of Crescentia cujete were administered to two pregnant goats causing perinatal mortality and abortion. The peels of the beans Phaseolus vulgaris and Vigna unguiculata, and the leaves of Licania rigida are associated with ruminal impactation in cattle. The fruits of Mangifera indica (mango) and Anacardium occidentale (cashew) are associated with ethanol poisoning in cattle. Dalechampia sp. and Croton sp. were also mentioned as possible toxic plants in the region.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Fotossensibilização primária em eqüídeos e ruminantes no semi-árido causada por Froelichia humboldtiana (Amaranthaceae)/ Primary photosensitization in equidae and ruminants in the Brazilian semi-arid caused by Froelichia humboldtiana (Amaranthaceae)

Pimentel, Luciano A.; Riet-Correa, Franklin; Guedes, Karla M.R.; Macêdo, Juliana T.S.A.; Medeiros, Rosane M.T.; Dantas, Antônio F.M.
2007-01-01

Resumo em português Fotossensibilização é freqüente em eqüinos no semi-árido da região Nordeste, mas jumentos, mulas, ovinos e bovinos são, também, afetados. A dermatite afeta, principalmente, áreas de pele despigmentadas e os animais se recuperam após serem retirados das pastagens. Para comprovar a etiologia da enfermidade Froelichia humboldtiana (Roem. et Schult.) Seub., coletada no campo foi administrada no mesmo dia da colheita ou após ser mantida em refrigerador por 1-4 dias (mais) , por períodos de 30 ou mais dias, ad libitum como único alimento, a 2 jumentos e um ovino branco e, como único alimento volumoso, a um eqüino branco. Esses animais não manifestaram sinais clínicos e as atividades séricas de gama-glutamiltransferase (GGT), aspartato-aminotransferase (AST) e alanino-aminotransferase (ALT) ficaram dentro dos valores normais. Em outro experimento, um ovino foi colocado a pastar diariamente, durante o dia, preso por uma corda em uma área que tinha exclusivamente F. humboldtiana, por um período de 26 dias. Lesões características de fotossensibilização foram observadas 4-5 dias após o início do experimento. Após cessar o consumo da planta, no 26º dia, o ovino recuperou-se totalmente em 30 dias. Em outro experimento, 4 ovinos foram também colocados, presos por cordas, na mesma área. Outros 4 permaneceram como controles em uma pastagem vizinha, mas sem F. humboldtiana. Lesões de pele, características de fotossensibilização foram observadas após 11-25 dias de consumo de F. humboldtiana. As atividades séricas de AST e GGT, e os níveis de bilirrubina sérica permaneceram dentro dos valores normais. No final do período de permanência em pastagens de F. humboldtiana, 2 ovinos foram abatidos e 2 foram retirados da pastagem. Os que foram abatidos não apresentaram lesões macroscópicas nem histológicas do fígado; os outros dois se recuperaram das lesões da pele 17 e 20 dias após o fim do pastejo. Uma égua e seu potro foram colocados na mesma pastagem com F. humboldtiana por um período de 44 dias. A égua, que não tinha áreas de pele despigmentadas não apresentou lesões, no entanto o potro desenvolveu dermatite nas áreas brancas de pele 25 dias após o início do pastejo. Após serem retirados da pastagem o potro recuperou-se totalmente em 15 dias. Estes experimentos indicam que F. humboldtiana causa fotossensibilização primária em animais domésticos. A ausência de lesões nos animais que ingeriram a planta após ser coletada e mantida em geladeira sugere que a planta perde sua toxicidade depois da coleta. A ausência de lesões oculares características da intoxicação por furocumarinas sugere que F. humboldtiana contém derivados da naftodiantrona, similares aos encontrados em Fagopyrum esculentum e Hypericum perforatum que não causam lesões oculares. Resumo em inglês Photosensitization is common in the Brazilian semiarid, affecting mainly horses, but also donkeys, mules, sheep and cattle. The dermatitis affects mainly non pigmented skin, and the animals recover after being withdrawn from the pastures. To demonstrate the etiology of the disease, Froelichia humboldtiana (Roem. et Schult.) Seub., collected in the field one or two times a week and kept in the refrigerator for 1-4 days, was administered for 30 or more days as the only food (mais) ad libitum to 2 donkeys and one white sheep, and as the only forage ad libitum, to one white horse. No clinical signs were observed in those animals, and serum activities of aspartate-aminotransferase (AST), alanine-aminotransferase (AST), and gamma-glutamyltransferase (GGT) were within normal ranges. In another experiment, one sheep was tied by a rope, during the day, in a pasture of exclusively F. humboldtiana for a 26 days period. Skin lesions characteristic of photosensitization appeared 4-5 days after the start of the experiment and became severe until day 26. After the withdrawal of the animal from the pasture on day 26 it fully recovered within 30 days. In another experiment, 4 sheep were tied by ropes in the same pasture, during the day, for a 29 days period. Another 4 control sheep were maintained in a neighboring pasture without F. humboldtiana. Skin lesions characteristic of photosensitization were observed after 11-25 days of F. humboldtiana grazing. Serum activities of AST and GGT, and serum levels of bilirubin were within normal ranges. At the end of the 29 days grazing F. humboldtiana, 2 sheep were euthanized, and 2 were withdrawn from the pastures. No gross or histologic liver lesions were observed on the 2 sheep euthanized; the other 2 sheep recovered within 17 and 20 days after the end of grazing. One mare and its foal grazed in the same pasture during 44 days. The mare that had a pigmented skin had no dermatitis, but the foal showed dermatitis on the white areas of the skin after 25 days of grazing. The two horses were withdrawn from the pastures after 44 days grazing, and the foal fully recovered within 15 days. These experiments indicate that F. humboldtiana causes primary photosensitization in domestic animals. The absence of lesions in animals ingesting the plant collected in the field and kept refrigerated suggests that F. humboldtiana lost toxicity after collection. The absence of lesions in the eyes of affected animal, which are characteristic of primary photosensitization caused by furocoumarins containing plants, suggests that F. humboldtiana contains a naphthodianthrone derivate, similar to those found in Fagopyrum esculentum and Hypericum perforatum which do not cause eye lesions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Progresso científico em pequenos ruminantes na primeira década do século XXI/ Scientific progress in small ruminants in the first decade of 21st century

Resende, Kléber Tomás de; Teixeira, Izabelle Auxiliadora Molina de Almeida; Biagioli, Bruno; Lima, Lisiane Dorneles de; Boaventura Neto, Oscar; Pereira Junior, João de Deus
2010-07-01

Resumo em português O interesse pelos pequenos ruminantes aumentou nos últimos anos sob os aspectos produtivo e científico. No Brasil, caprinos e ovinos são os que despertam maior interesse econômico. Assim, este trabalho foi conduzido com o objetivo de discutir o progresso científico com caprinos e ovinos nos últimos dez anos. Foram pesquisadas várias bases de dados, entre elas as do Institute for Scientific Information (ISI), da Scientific Electronic Library Online - SciELO, da Coor (mais) denação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE e da Food and Agriculture Organization of the United Nations - FAO. Na última década, os pequenos ruminantes têm merecido especial atenção dos pesquisadores, o que pode ser comprovado pelo aumento de 41% nas publicações mundiais envolvendo estas espécies, o que foi acompanhado por aumento ainda mais expressivo, 219%, em âmbito nacional. A evolução também foi observada sob os aspectos metodológicos dos projetos, ressaltando a abordagem multidisciplinar nas pesquisas mais atuais. Nos últimos dez anos, houve crescimento do aporte de recursos para editais temáticos demandados pela sociedade e pela cadeia da carne e do leite, além da preocupação com qualidade, competitividade e sustentabilidade. Resumo em inglês Worldwide interest in small ruminants has increased in recent years in both, the productive and scientific aspects. In Brazil, the same trend has been observed, however, among all small ruminants, goats and sheep can be highlighted. Thus, this review aimed to discuss scientific progress in goat and sheep in the last decade. Data were collected in different databases, such as Institute for Scientific Information (ISI), Scientific Electronic Library Online - SciELO, Coorden (mais) ação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE and Food and Agriculture Organization of the United Nations - FAO. In the last decade, goat and sheep have received particular attention from researchers, which can be proved by the number of publications involving these species, which increased 41% worldwide, and nationwide increase was even more expressive, 219%. Methodological aspects applied in researches have also improved, emphasizing multidisciplinary approach. Much of the scientific progress was due to increasing financial support through thematic calls demanded by society and by the productive chain of meat and milk. In these calls is noticeable the concern with product quality, competitiveness and sustainability.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Intoxicações por plantas diagnosticadas em ruminantes e equinos e estimativa das perdas econômicas na Paraíba/ Plant poisonings diagnosed in ruminants and horses and estimation of the economical losses in Paraíba

Assis, Tales S.; Medeiros, Rosane M.T.; Riet-Correa, Franklin; Galiza, Glauco J.N.; Dantas, Antônio F.M.; Oliveira, Diego M.
2010-01-01

Resumo em português Foi realizado um levantamento dos surtos de intoxicações por plantas em ruminantes e equinos diagnosticados no Laboratório de Patologia Veterinária (LPV), do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Campina Grande, Campus de Patos, Paraíba, no período de 2000-2007. Em bovinos 7,4% dos diagnósticos realizados pelo LPV foram intoxicações por plantas. Foram diagnosticadas intoxicações por Centhraterum brachylepis (um surto), Brachiaria spp. (um surto), Cro (mais) talaria retusa (dois surtos), Ipomoea batatas (um surto), Marsdenia sp. (um surto), gramíneas contendo nitratos e nitritos (um surto por Echinochloa polystachya e dois surtos por Pennisetum purpureum), Palicourea aeneofusca (um surto), Prosopis juliflora (três surtos), Nerium oleander (um surto) e Mimosa tenuiflora (sete surtos). Na espécie ovina 13% dos diagnósticos foram intoxicações por plantas. Os surtos foram causados por Ipomoea asarifolia (quatro surtos), Brachiaria spp. (três surtos), Crotalaria retusa (dois surtos), Tephrosia cinerea (dois surtos), Panicum dichotomiflorum (um surto), Mascagnia rigida (um surto) e malformações associadas à ingestão de Mimosa tenuiflora (20 surtos). Nos caprinos, 6,4% dos diagnósticos corresponderam à intoxicação por plantas. Sete surtos foram causados por Mimosa tenuiflora, um por Ipomoea asarifolia, um por Ipomoea carnea, um por Ipomoea riedelli, três por Prosopis juliflora, um por Arrabidaea corallina, dois por Aspidosperma pyrifolium, dois por Turbina cordata e um por Opuntia ficus-indica. Na espécie equina 14% das doenças diagnosticadas foram devidas a intoxicações por plantas, sendo 12 surtos por Crotalaria retusa e um por Turbina cordata. As perdas na Paraíba por plantas tóxicas são estimadas em 3.895 bovinos, 8.374 ovinos, 6.390 caprinos e 366 equinos, que representam uma perda econômica anual, por morte de animais, de R$ 2.733.097,00. São relatados alguns aspectos epidemiológicos, sinais clínicos e patologia de surtos de intoxicação por Crotalaria retusa em bovinos, Brachiaria spp. em ovinos, Prosopis juliflora em bovinos e caprinos, Nerium oleander em bovinos, Opuntia ficus-indica em caprinos e Turbina cordata em equinos e caprinos. Resumo em inglês ABSTRACT This paper reports plant poisonings in ruminants and horses, diagnosed between 2000 and 2007, in the Veterinary Pathology Laboratory at the Federal University of Campina Grande, in the city of Patos, state of Paraíba. In cattle, 7.4% of the diseases diagnosed were caused by poisonous plants. Outbreaks were caused by Centhraterum brachylepis (1), Brachiaria spp. (1), Crotalaria retusa (2), Ipomoea batatas (1), Marsdenia sp. (1), grass containing nitrites (3 outbr (mais) eaks, 1 by Echinochloa polystachya and 2 by Pennisetum purpureum), Palicourea aeneofusca (1), Prosopis juliflora (3), Nerium oleander (1), and Mimosa tenuiflora (7). In sheep, 13% of the diseases diagnosed were caused by toxic plants. Four outbreaks were caused by Ipomoea asarifolia, 3 by Brachiaria spp., 2 by Crotalaria retusa, 2 by Tephrosia cinerea, 1 by Panicum dichotomiflorum, 1 by Mascagnia rigida, and 20 by Mimosa tenuiflora. In goats, 6.4% of the diseases were caused by toxic plants. Seven outbreaks were caused by Mimosa tenuiflora, 1 by Ipomoea asarifolia, 1 by Ipomoea carnea, 1 by Ipomoea riedelli, 3 by Prosopis juliflora, 1 by Arrabidaea corallina, 2 by Aspidosperma pyrifolium, and 2 by Turbina cordata. In horses, 14% of the diagnosed diseases were due to plants poisonings including 12 outbreaks caused by Crotalaria retusa and one by Turbina cordata. Annual losses in the state of Paraíba by deaths of livestock are estimated in 3,895 cattle, 8,374 sheep, 6,390 goats, and 366 horses, which represent about US$ 1,380,000. Epidemiologic, clinical and pathologic aspects of poisonings by Crotalaria retusa in cattle, Brachiaria spp. in sheep, Prosopis juliflora in cattle and goats, Nerium oleander in cattle, Opuntia ficus-indica in goats, and Turbina cordata in horses and goats are reported.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Estimação da digestibilidade do extrato etéreo em ruminantes a partir dos teores dietéticos: desenvolvimento de um modelo para condições brasileiras/ Estimation of ether extract digestibility in diets of ruminants: a model under Brazilian conditions

Detmann, Edenio; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Pina, Douglas dos Santos; Campos, José Maurício de Souza; Paulino, Mário Fonseca; Oliveira, André Soares de; Silva, Polyana Albino
2006-08-01

Resumo em português Objetivou-se neste estudo propor e validar um modelo para estimação da fração aparentemente digestível do EE a partir dos teores dietéticos em bovinos. As bases teóricas para o desenvolvimento do modelo fundamentaram-se no coeficiente de digestibilidade verdadeiro e na contribuição metabólica fecal. O método de estimação destes parâmetros baseou-se no teste de entidade nutricional. O banco de dados utilizado para construção do modelo foi constituído por 4 (mais) 8 e 60 médias experimentais para vacas em lactação e bovinos em crescimento e terminação, respectivamente, tomadas de 24 experimentos, 12 para cada categoria animal. Adotou-se o esquema de identidade de modelos por variável Dummy para diferenciação entre categorias animais. O banco de dados utilizado para validação do modelo proposto foi obtido de três experimentos, sendo dois com vacas em lactação e um com bovinos em crescimento. O coeficiente de digestibilidade verdadeiro do EE não diferiu entre categorias animais, cuja estimativa foi de 0,8596. Verificou-se superioridade da fração metabólica fecal para vacas em lactação. Essa porção mostrou-se não relacionada ao teor de EE (EE%) na dieta, quando expressa como percentual dietético, para ambas as categorias. Assim, para animais em condições de alimentação ad libitum, o teor de EE aparentemente digestível (EEad%) pode ser estimado pelas equações: EEad% = 0,8596EE% - 0,21, para vacas em lactação; e EEad% = 0,8596EE% - 0,18, para bovinos em crescimento e terminação. O processo de validação indicou similaridade entre valores preditos e observados de EEad% para ambas as categorias animais. Conclui-se que os modelos propostos poderão ampliar a acurácia de predição do teor de nutrientes digestíveis totais a partir da composição química da dieta. Resumo em inglês The objective of this study was to develop and validate a model to estimate the EE apparently digestible fraction from different cattle diets. True digestibility coefficients and metabolic fecal contribution were the main parameters fitted to the model. The estimation method for both parameters was based on the Lucas test. The dataset used to build the model contained 48 and 60 experimental means for lactating cows and growing and finishing cattle, respectively. Data were (mais) taken from 24 experiments (12 experiments for each animal category). Comparison between animal categories was done by using a Dummy variable. The dataset used for model validation originated from two independent trials with lactating cows and one trial with growing cattle. The true digestibility coefficient (0.8596) did not differ between animal categories. It was observed greater metabolic fecal EE for lactating cows than for growing and finishing cattle. The metabolic fecal EE did not change with different dietary EE levels (EE%), when expressed as a percentage of dietary EE. Therefore, the EE apparently digestible in the diet (EEad%) can be estimated by the following equations: EEad% = 0.8596EE% - 0.21 for lactating cows and EEad% = 0.8596EE% - 0.18 for growing and finishing cattle. The validation procedure indicated that observed and estimated values of EEad% were not different for both animal categories. It was concluded that the proposed model can improve the accuracy of total digestible nutrients prediction based on chemical composition of the diet.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Doenças da cavidade nasal em ruminantes no Brasil/ Diseases of the nasal cavity of ruminants in Brazil

Portela, Roseane de A; Riet-Correa, Franklin; Garino Júnior, Felício; Dantas, Antônio F.M; Simões, Sara V.D; Silva, Silvana M.S
2010-10-01

Resumo em português Este trabalho descreve as doenças das fossas nasais diagnosticadas em ruminantes no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Campina Grande, em Patos, Paraíba, nos anos de 2003-2009. No período foram registrados três diagnósticos de doenças das fossas nasais de bovinos, três em caprinos e nove em ovinos (de um total de 404 diagnósticos em bovinos, 330 em caprinos e 338 em ovinos). Descrevem-se um caso de rinite atópica em bovinos, sete surtos de conidiobo (mais) lomicose e dois de pitiose rinofacial em ovinos, dois casos de prototecose e um de aspergilose nasal em caprinos e um mixoma e um fibrossarcoma em bovinos. Adicionalmente, é realizada uma revisão de outras doenças das fossas nasais de ruminantes descritas em outras regiões do Brasil, incluindo oestrose, rinosporidiose, carcinoma epidermóide e tumor etmoidal enzoótico. Resumo em inglês This paper reports diseases of the nasal cavity diagnosed in ruminants in the Veterinary Hospital of the Federal University of Campina Grande, in Patos, state of Paraiba, northeastern Brazil, from 2003 to 2009. During that period three cases or outbreaks of diseases of the nasal cavity were reported in cattle, three in goats and nine in sheep (out of 404 diseases diagnosed in cattle, 330 in goats, and 338 in sheep). At all are reported one case of atopic rhinitis in cattl (mais) e, seven outbreaks of conidiobolomycosis and two outbreaks of rhinofacial pythiosis in sheep, two cases of protothecosis and one of nasal aspergillosis in goats, and a myxoma and a fibrosarcoma in cattle. Additionally, other diseases of the nasal cavity reported in Brazil are reviewed, including oestrosis, rhinosporidiosis, squamous cell carcinoma, and enzootic ethmoidal tumor.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Enfermidades do sistema nervoso dos ruminantes no sul do Rio Grande do Sul/ Neurological diseases in ruminants in southern Brazil

Riet-Correa, Franklin; Schild, Ana Lucia; Fernandes, Cristina Gevehr
1998-06-01

Resumo em português Descrevem-se os aspectos epidemiológicos, clínicos e patológicos das enfermidades do sistema nervoso central dos ruminantes, diagnosticadas na região Sul do Rio Grande do Sul, incluindo: abiotrofia cerebelar; hipoplasia cerebelar; hipermetria hereditária; artrogripose; hipomielinogênese congênita; abscesso cerebral; listeriose; tétano; botulismo; necrose simétrica focal; raiva; leucose; encefalite por herpesvírus bovino-5; febre catarral maligna; intoxicações (mais) por Solanum fastigiatum, Claviceps paspali, Ramaria flavo-brunnescens, Halimium brasiliense e Diplodia maydis; encefalopatia hepática causada por Senecio spp. e Echium plantagineum; cetose; coenurose; e síndrome espinhal. Resumo em inglês The main epidemiological, clinical and pathologic aspects of the diseases of the nervous system in cattle in Southern Rio Grande do Sul are described, including, the following conditions: cerebellar abiotrophy; cerebellar hypoplasia; congenital hypermetria; arthrogryposis; congenital hypomyelinogenesis; brain abscess; listeriose; tetanus; botulism; focal symmetrical encephalomalacia; rabies; leucosis; encephalitis by Herpesvirus Bovine-5; bovino malignant catarrh; intoxic (mais) ations by Solanum fastigiatum, Claviceps paspali, Halimium brasiliense, Diplodia maydis, and Ramaria flavo-brunnescens; hepatoencephalopaty caused by Senecio spp. and Echium plantagineum; ketosis; coenurosis; and spinal syndrome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Mandioca e Resíduos das Farinheiras na Alimentação de Ruminantes: pH, Concentração de N-NH3 e Eficiência Microbiana/ Cassava and Cassava By-products on Ruminants Feeding: pH, Ammonia Concentration and Microbial Efficiency

Zeoula, Lúcia Maria; Caldas Neto, Saul Ferreira; Branco, Antonio Ferriani; Prado, Ivanor Nunes do; Dalponte, Augusto Ortega; Kassies, Marcos; Fregadolli, Fábio Luiz
2002-06-01

Resumo em português O objetivo do presente trabalho foi avaliar a concentração de N-NH3, o pH do líquido ruminal e a eficiência de síntese microbiana de rações que continham diferentes fontes energéticas: milho (MI), milho + casca de mandioca desidratada (MC), raspa de mandioca (RM) e farinha de varredura de mandioca (FV). Foram utilizados quatro novilhos da raça Holandesa (270 kg), portadores de cânulas ruminal e duodenal, distribuídos em um delineamento Quadrado Latino 4x4. A ci (mais) nza insolúvel em ácido foi utilizada como indicador do fluxo duodenal e fecal. Não houve efeito das rações experimentais no pH ruminal. No entanto, menor concentração de N-NH3 foi observada para a ração com FV. O fluxo duodenal de matéria orgânica e nitrogênio e a composição química das bactérias ruminais não foram influenciados pelas rações experimentais. A maior eficiência microbiana aparente foi obtida para a ração com FV. Nas condições do presente experimento a FV, possivelmente apresentou uma melhor sincronização com a fonte protéica (farelo de soja), diminuindo a perda de nitrogênio na forma de N-NH3 e aumentando a eficiência microbiana. Resumo em inglês The objective of this paper was evaluate ammonia concentration, pH of ruminal liquid and microbial synthesis efficiency in diets with different energetic sources: corn (CO), corn/cassava hulls (CC), cassava root (CR) and cassava by-product flour (CB). Four Holstein steers (270 kg) were used, in a 4 X 4 Latin Square design. The marker utilized for determination of duodenal and fecal flow was the acid insoluble ash. There was not effect in the ruminal pH of the experimental (mais) diets, however smaller ammonia concentration was observed to the diet with CB. The organic matter and nitrogen flow to duodenum and chemical composition of ruminal bacteria were not influenced by experimental diets. The higher apparent microbial efficiency was obtained to CB diet. In the conditions of the present experiment the CB possibly presented better synchronization with the protein source (soybean meal), decreasing the loss of nitrogen under N-NH3 form and increasing the microbial efficiency.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Defeitos congênitos diagnosticados em ruminantes na Região Sul do Rio Grande do Sul/ Congenital defects in ruminants in southern Brazil.

Marcolongo-Pereira, Clairton; Schild, Ana Lucia; Soares, Mauro Pereira; Vargas Jr, Sergio F; Riet-Correa, Franklin
2010-10-01

Resumo em português Foi realizado um estudo dos defeitos congênitas diagnosticados em bovinos, ovinos e bubalinos mediante revisão dos protocolos de necropsia do Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas entre 1978 e 2009. A ocorrência de defeitos congênitos em bovinos, ovinos e bubalinos representou 0,88%, 0,36% e 7,54% respectivamente, de todos os materiais dessas espécies recebidos. Em bovinos os defeitos esporádicos repres (mais) entaram 45,83% dos diagnósticos, os hereditários 6,25%, os provavelmente hereditários 29,16% e os ambientais ou provavelmente ambientais 16,66%. Dos 48 casos de defeitos congênitos diagnosticados em bovinos 21 (43,75%) afetaram o sistema esquelético (condrodisplasia, escoliose, desvio lateral da mandíbula, fenda palatina e malformação não classificada), nove (18,75%) o sistema nervoso central (hipoplasia dos lobos frontais e olfatórios, degeneração cerebelar cortical, espinha bífida, hipomielinogênese congênita, hipermetria hereditária, hipoplasia cerebelar e paquigiria), nove (18,75%) o sistema muscular (artrogripose), três (6,25%) o sistema cardiovascular (persistência do ducto arterioso e malformação não classificada), um (2,08%) o sistema linfático (hipoplasia linfática), um (2,08%) o sistema gastrintestinal (atresia anal), e, um (2,08%) o olho (catarata congênita). Em cinco casos (10,41%) vários sistemas estavam afetados (diprosopo). Em bovinos foram diagnosticadas diversas doenças hereditárias (hipermetria hereditária, artrogripose, hipoplasia linfática) ou suspeitas de serem hereditárias (condrodisplasia). Ocorreram, também, com menor freqüência, defeitos congênitos de origem ambiental (hipomielinogenese, por carência de cobre) ou possivelmente ambiental (fenda palatina, hipoplasia cerebelar, degeneração cerebelar cortical). Todos os casos de defeitos congênitos observados em ovinos (gêmeos anômalos e aprosopia) afetaram vários sistemas e eram esporádicos. Em bubalinos todas as malformações diagnosticadas são hereditárias (artrogripose, miotonia e dermatose mecânico-bolhosa) ou suspeitas de serem hereditárias (albinismo, megaesôfago e hidranencefalia/hipoplasia cerebelar). Concluiu-se que os defeitos congênitos esporádicos têm pouca importância nas três espécies e que defeitos congênitos de causas ambientais, apesar de pouco freqüentes, podem trazer prejuízos econômicos importantes em determinadas regiões ou estabelecimentos. As doenças hereditárias são importantes não só pela mortalidade mas, também, pela possibilidade de disseminação de genes indesejáveis nas diferentes raças. Em bubalinos a alta frequência de doenças hereditárias na raça Murrah foi atribuída a alta consanguinidade do rebanho brasileiro. Medidas de controle devem ser tomadas para evitar-se a contínua disseminação, principalmente dos genes recessivos, em bubalinos e bovinos. Resumo em inglês Congenital defects in cattle, sheep and buffalo were studied through a review of necropsy files of the Regional Diagnostic Laboratory of the Veterinary Faculty at the Federal University of Pelotas between 1978 and 2009. The occurrence of congenital defects in cattle, sheep and buffalo were 0.88%, 0.36%, and 7.54%, respectively, from all specimens received. Cattle congenital defects of undetermined etiology represented 45.83% of the congenital defects, known hereditary and (mais) probably hereditary diseases represented 6.25%, and 29.16%, respectively, and defects associated to environmental factors represented 16.66%. In cattle, of the 48 congenital defects observed 21 (43.75%) affected the skeletal system (chondrodysplasia, scoliosis, lateral deviation of the mandible, palatoschisis and unclassified defect), nine (18.75%) affected the central nervous system (hypoplasia of olfatory and frontal lobes, cerebellar cortical degeneration, spina bifida, congenital hypomielinogenesis, hereditary hypermetria, cerebellar hypoplasia, and pachygiria), nine (18.75%) the muscular system (arthrogryposis), three (6.25%) the cardiovascular system (patent ductus arteriosus and unclassified malformation), one (2.08%) the lymphatic system (hereditary lymphatic hypoplasia), one (2.08%) the alimentary system (atresia ani), and one (2.08%) the eye (congenital blindness). In five cases (10.41%) different systems were affected (diprosopus). Different hereditary diseases (hereditary hypermetry, arthrogryposis, and lymphatic hypoplasia) or diseases suspected of being hereditary (chondrodysplasia) were diagnosed in cattle. Also occurred, with less frequency, congenital defects associated with environmental factors (hypomyelinogenesis due to cooper deficiency) or probably environmental factors (cleft palate, cerebellar hypoplasia, and cerebellar cortical degeneration). In sheep all observed defects were sporadic and affected various systems (anomalous twins and aprosopia). In buffalo all congenital defects were hereditary (arthrogryposis, myotonia and mechano-bullous genodermatoses) or suspected of being hereditary (albinism, megaesophagus and hydranencephaly/cerebellar hypoplasia). It is concluded that sporadic congenital defects are not important in the three species studied. Despite the low frequency congenital defects associated with environmental factors could be important in some regions or farms. Hereditary or probably hereditary diseases are important, not only by the mortality rates, but also because the risk of dissemination of the genes in the different breeds. In water buffalo the high prevalence of hereditary diseases was a consequence of the high consanguinity of the Brazilian buffalo population. Control measures need to be taken to avoid the spread of recessive genes in cattle and buffalo.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Unidade de estudos de mastites em pequenos ruminantes: estudos em ovinos de regime extensivo/ Small ruminant mastitis unity: studies on grazing ewes

Queiroga, M.C.; Potes, M.E.; Duarte, E.M.; Marinho, A.A.M.; Bettencourt, C.M.; Matos, C.A.P.; Belo, C.C.; Ribeiro, J.M.; Vilela, C.L.
2007-01-01

Resumo em português A “Unidade de Estudo de Mastites em Pequenos Ruminantes”, formalmente constituída no âmbito do Programa Nacional de Re-equipamento Científico, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, vem dar corpo ao trabalho de colaboração de diversas equipas de investigação que se têm debruçado sobre a problemática das infecções intramamárias em pequenos ruminantes, nos seus aspectos de saúde animal, saúde pública veterinária e qualidade e segurança alimentar. (mais) Tem como principal objectivo criar condições para o desenvolvimento de trabalhos de investigação e divulgação científica que contribuam para reduzir a prevalência de mastites em pequenos ruminantes e assim melhorar a produção e a qualidade do leite, favorecendo produtores de leite, produtores de queijo e consumidores. Entre os trabalhos já realizados pela equipa científica, destacam-se o isolamento e identificação de agentes etiológicos de mastite em ovelhas, o estudo de factores de virulência nas bactérias mais relevantes, o estudo dos mecanismos de infecção e a resposta imunológica local e sistémica do hospedeiro e outros estudos na área da epidemiologia. O estudo da etiologia e da fisiopatologia da mastite ovina, com o objectivo de compreender a modulação da resposta imunitária da glândula mamária, poderá contribuir para o desenvolvimento de métodos de controlo com base na estimulação da resposta imunitária, alternativos ao uso de antibióticos. Resumo em inglês The “Small Ruminant Mastitis Unit”, formally constituted in the scope of the Programa Nacional de Re-equipamento Científico, Science and Technology Foundation, gathers the collaborative work of several research groups that have been addressing the issue of small ruminants intramammary infections, related to animal health, veterinary public health and food safety and quality. Its main purpose is to generate an adequate environment for research and scientific communicati (mais) on that may contribute to reduce mastitis prevalence in small ruminants and thus to improve milk production and quality, with benefits for both milk and cheese producers as well as protecting food consumers. Work already developed by this team comprises isolation and identification of ovine mastitis pathogens, detection of virulence factors in the most relevant bacteria, studies on the infection mechanisms and host local and systemic immune response and other epidemiological studies. A deeper knowledge of aetiology and physiopathology of ovine mastitis, aiming at understanding the immune response modulation, may contribute to the development of control methods based on immune stimulation, alternative to antibiotic treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Controle alternativo de nematódeos gastrintestinais dos ruminantes: atualidade e perspectivas/ Alternative control of the gastrointestinal nematodes of the ruminants: actuality and perspectives

Cezar, Alfredo Skrebsky; Catto, João Batista; Bianchin, Ivo
2008-10-01

Resumo em português Infecções por nematódeos gastrintestinais causam prejuízos significativos à produção de ruminantes. A intensificação do processo produtivo tende a agravar os efeitos das parasitoses. O fácil acesso do produtor a anti-helmínticos, aliado à falta de orientação profissional adequada, tem levado ao uso indiscriminado destes fármacos e, conseqüentemente, à resistência parasitária, reduzindo a eficácia do tratamento. Soma-se a isso, a tendência pela valoriz (mais) ação dos produtos orgânicos, originários de sistemas de produção em que o uso dos quimioterápicos é restrito ou proibido. Este contexto aumenta a importância do controle alternativo baseado em: manejo do rebanho e das pastagens, controle biológico dos parasitas, estímulo à resposta imunológica do hospedeiro e fitoterapia. Há alguns métodos promissores para utilização futura e outros viáveis para aplicação imediata, os quais, combinados com os anti-helmínticos convencionais, podem garantir sucesso e sustentabilidade no controle das nematodíases. Resumo em inglês Infections by gastrointestinal nematodes cause significant losses in the production of ruminants. Intensification of production process tends to enhance the effects of parasitosis. Easy access for producers to anthelmintics, in addition to poor professional assistance, has led to indiscriminate use of these chemicals and, consequently, to parasite resistance, reducing the effectiveness of treatment. Compounding the issue there is a trend towards valorization of organic pr (mais) oducts, originating from production systems where the use of chemotherapics is restricted or prohibited. This context emphasizes the importance of alternative approaches based on: management of livestock and pastures, biological control of parasites, stimulation of immunological response of host and phytotherapy. There are some promising methods by future utilization and others viable by immediate application, which, combined with conventional anthelmintics, can guarantee success and sustainability in controlling the nematodiasis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Intoxicação por alcaloides pirrolizidínicos em ruminantes e equinos no Brasil/ Poisoning by pyrrolizidine alkaloids in ruminants and horses in Brazil

Lucena, Ricardo B.; Rissi, Daniel R.; Maia, Lisanka A.; Flores, Mariana M.; Dantas, Antônio Flávio M.; Nobre, Verônica M. da T.; Riet-Correa, Franklin; Barros, Claudio S.L.
2010-05-01

Resumo em português Casos de intoxicação por alcaloides pirrolizidínicos (APs) em ruminantes e equinos foram investigados retrospectivamente através do acesso aos arquivos de dois laboratórios de diagnóstico veterinário no Sul e Nordeste brasileiro. Os dados obtidos foram comparados com aqueles retirados da literatura concernentes a surtos dessa toxicose no Brasil, onde ela é associada com a ingestão de plantas que contêm APs dos gêneros Senecio, Crotalaria e Echium. Formas aguda (mais) e crônica da toxicose foram encontradas. A doença aguda foi observada em associação com a ingestão de Crotalaria retusa em ovinos e caprinos. C. retusa e Senecio spp. também foram responsáveis pela intoxicação crônica em bovinos, equinos e ovinos. A intoxicação por APs é uma importante causa de morte em animais pecuários no Brasil. Essa é a principal causa de morte em bovinos na região Central do Rio Grande do Sul e uma das principais causas de morte em equinos na Paraíba. A epidemiologia, os sinais clínicos, a patologia e a importância da intoxicação por APs são descritos e discutidos. Resumo em inglês Cases of poisoning by pyrrolizidine alkaloids (PAs) in ruminants and horses were surveilled retrospectively by accessing the files of two veterinary diagnostic laboratories in southern and northeastern Brazil. The data obtained were compared with those withdrawn from the literature and pertaining to outbreaks of the toxicosis in Brazil where it is associated with the ingestion of PAs-containing plants from the genera Senecio, Crotalaria and Echium. Acute and chronic forms (mais) of the toxicosis were encountered. Acute disease was observed in association with the ingestion of Crotalaria retusa in sheep and goats. C. retusa and Senecio spp. were also responsible for chronic poisoning in cattle, horses and sheep. PAs poisoning is an important cause of death in livestock in Brazil. It is the major cause of death in cattle in the Central region of Rio Grande do Sul and one of the major causes of death in horses in the state of Paraíba. The epidemiology, clinical signs, pathology, and importance of acute and chronic toxicoses are described and discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Determinação do valor energético de alimentos para ruminantes pelo sistema de equações/ Determination of energy value of feed for ruminants by equations system

Rocha Júnior, Vicente Ribeiro; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Borges, Álan Maia; Magalhães, Karla Alves; Ferreira, Camila Celeste Brandão; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Paulino, Mário Fonseca
2003-04-01

Resumo em português Neste trabalho objetivou-se avaliar o sistema de equações na determinação dos valores de NDT de seis alimentos volumosos (silagem de milho, cana-de-açúcar com 1% de uréia, feno de capim-coastcross 1, feno de capim-coastcross 2, silagem pré-secada de capim-tifton e capim-elefante) e de 12 alimentos concentrados (fubá de milho, grão de sorgo moído, gérmen de milho, farelo de trigo, farelo de arroz integral, farelo de babaçu, farelo de soja, farelo de algodão, (mais) caroço de algodão, glúten de milho, farelo de glúten de milho e casca de soja), utilizando-se ovinos como animais experimentais. Volumosos e concentrados foram combinados em dois níveis, com quatro repetições para cada nível, a partir de um delineamento experimental inteiramente casualizado. Os mesmos animais foram utilizados nos dois níveis do ingrediente concentrado, em dois períodos consecutivos. As dietas referentes aos dois níveis do alimento concentrado foram isonitrogenadas. A silagem de milho, a cana-de-açúcar com 1% de uréia, o feno de capim-coastcross 1, o feno de capim-coastcross 2, a silagem pré-secada de capim-tifton e o capim-elefante apresentaram os seguintes valores de NDT, respectivamente: 59,56; 60,57; 48,59; 50,24; 60,49; e 49,59%. Já para os concentrados, constataram-se os seguintes valores de NDT: fubá de milho (93,75%), grão de sorgo moído (82,82%), gérmen de milho (85,30%), farelo de trigo (74,28%), farelo de arroz integral (80,65%), farelo de babaçu (49,38%), farelo de soja (83,24%), farelo de algodão (67,75%), caroço de algodão (88,07%), glúten de milho (85,34%), farelo de glúten de milho (75,61%) e casca de soja (68,95%). O sistema de equações foi eficiente na determinação do valor energético dos alimentos devido à alta correlação obtida entre esses valores e as digestibilidades da matéria seca e matéria orgânica do conjunto de alimentos avaliados. Resumo em inglês The objective was to evaluate the equations system for determination of the TDN of six forages (corn silage, sugar cane with 1% urea, coastcross grass hay 1, coastcross grass hay 2, tifton grass haylage and elephant grass) and 12 concentrate feeds (corn grain ground, sorghum grain ground, corn germ, wheat bran, rice bran, babaçu meal, soybean meal, cotton meal, cotton seed, corn gluten, corn gluten meal and soybean hull) were determined using sheep as experimental animal (mais) s. Forages and concentrates feed were combined in two different levels, following a completely randomized design with four repetitions for each level. The same animals were utilized to the two concentrate levels, in two consecutive periods. The diets refering to the two concentrate levels were isonitrogenous. The corn silage, sugar cane with 1% urea, coastcross grass hay 1, coastcross grass hay 2, tifton grass haylage and elephant grass presented, respectively, the following TDN values: 59.56, 60.57, 48.59, 50.24, 60.49 and 49.59%. The concentrate feeds presented the following TDN values: corn grain ground (93.75%), sorghum grain ground (82.82%), corn germ (85.30%), wheat bran (74.28%), rice bran (80.65%), babaçu meal (49.38%), soybean meal (83.24%), cotton meal (67.75%), cotton seed (88.07%), corn gluten (85.34%), corn gluten meal (75.61%) and soybean hull (68.95%). The equations system was efficient in determination of the energy value of feed, because the high correlation between those values and the digestibilities of dry matter and organic matter of all feeds evaluated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Distribuição do vírus rábico no sistema nervoso central em ruminantes naturalmente infectados/ Distribution of rabies vírus in the central nervous system in naturally infected ruminants

Silva, Maria Luana C.R; Riet-Correa, Franklin; Galiza, Glauco J.N; Azevedo, Sérgio S; Afonso, José A.B; Gomes, Albério A.B
2010-11-01

Resumo em português Com o objetivo de identificar a distribuição das lesões do vírus rábico no sistema nervoso central de casos espontâneos de raiva em ruminantes e comparar as técnicas de imunofluorescência direta (IFD), inoculação em camundongos (ICC) e presença de corpúsculos de Negri para o diagnóstico da doença foram analisados materiais proveniente de 48 casos de raiva, incluindo amostras de córtex frontal, temporal, parietal e occipital, hipocampo, tálamo, colículo ro (mais) stral e caudal, cerebelo, ponte, medula oblonga, núcleo da base e porções da medula cervical, torácica e lombar. De 48 amostras analisadas, todas foram positivas na IFD e na ICC e em 30 (62,5%) foram encontrados corpúsculo de Negri (CN). No entanto, houve diferenças importantes no resultados dos três testes nas diferentes regiões do SNC avaliadas. Nos cortes de córtex cerebral, em 38 bovinos, a presença de corpúsculos de inclusão foi baixa (11%-37%) assim como a positividade para IFD e ICC (60-80%). Pelo contrário, todas as amostras de ponte, tálamo e medula testados foram positivas para IFD e ICC. Em outras regiões do tronco encefálico e também no cerebelo a positividade para ICC e IFD foi de 60% a 96,7%. No cerebelo foi encontrada a maior frequência (88,2%) de corpúsculos de inclusão. Em oito ovinos as provas de ICC e IFD foram positivas em todos os cortes e foram observados corpúsculos de inclusão em três animais. Foram analisados somente dois casos de caprinos encontrando-se corpúsculos de inclusão em um e ambos foram positivos para IFD e ICC. Os resultados obtidos nesse trabalho sugerem que a conduta recomendada pelo Manual Técnico de Controle da Raiva dos Herbívoros (MTCRH) permite o diagnóstico de raiva associando o estudo histológico aos testes de IFD e ICC que incluem cerebelo, tálamo e tronco encefálico que apresentam alta positividade para as provas de IFD e ICC. No entanto, a melhor conduta é a de incluir metade do encéfalo cortado longitudinalmente e amostras de medula. Isto permite examinar por IFD e ICC uma ou mais regiões onde essas provas apresentam maior positividade e, posteriormente, se essas provas fossem negativas, retornar ao material original e examinar outras regiões. Por outro lado, a coleta de amostras dos locais recomendados pela MTCRH, assim com a coleta de metade do encéfalo, podem prejudicar o diagnóstico de outras doenças para o qual é necessário o estudo de todo o encéfalo após a fixação em formaldeído, para constatar a simetria e a distribuição das lesões. Nestes casos, com base nos resultados obtidos neste trabalho, pode ser recomendado para diagnóstico laboratorial de raiva o envio exclusivo de porções da medula cervical, dorsal e lombar, já que as três porções apresentaram 100% de positividade nas provas de IFD e ICC. Além disso, o estudo histológico de todas as porções do cérebro incluídas neste trabalho permitirá complementar o diagnóstico. Resumo em inglês With the aim to study the distribution of lesions the rabies virus in spontaneous cases of rabies in ruminants and to determine the efficiency of the direct fluorescent antibody test (DFA), mouse inoculation (MI) and presence of Negri bodies in the diagnosis of the disease, 48 cases of the rabies were examined. Samples of frontal, temporal, parietal and occipital cerebral cortex, hippocampus, thalamus, rostral and caudal colliculi, cerebellum, pons, medulla oblongata, bas (mais) al nuclei and sections of the cervical, thoracic and lumbar spinal cord were examined. Of the 48 samples examined all were positive on DFA and MI, and in 30 (62.5%) Negri bodies were observed. However there were differences in the results of the three tests among different regions of the central nervous system. In the samples of the cerebral cortex in 38 cattle, the frequency of inclusion bodies was low (11-37%), and so was the positivity to DFA and MI (60-80%). In contrast, all samples of thalamus, pons and spinal cord were positive to DFA and MI. In other regions of the brain stem, positivity to these tests varied between 60% and 96.7%. On histologic examination, the major frequency of Negri bodies (88.2%) was observed in the cerebellum. In eight sheep the DFA and MI tests were positive in all sections of the CNS examined and Negri bodies were found in three sheep. Only two goats were examined; both were positive in DFA and MI tests and in one Negri bodies were found. These results suggest that the recommendations of the Brazilian Technical Manual for Rabies of Herbivores is adequate for rabies diagnosis, because their recommendations include the histologic study and the examination of cerebellum, and sections of the brainstem with high positivity to DFA and MI tests. However, a better recommendation is to send for DFA and MI half of the brain cut longitudinally and samples of the spinal cord, which will permit to examine one or two sections, and if those are negative to get back to the material and examine the rest of the sections. In contrast, to collect samples of the brain or half brain can be inappropriate for the diagnosis of other diseases of the CNS, for which the study of the whole fixed brain is necessary to recognize the symmetry or distribution of lesions. In these situations by the results obtained here, it can be recommended to send different sections of the spinal cord for DIF and MI tests and to fix the whole brain for gross and histologic examinations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Princípios de suplementação mineral em ruminantes/ Principles of mineral supplementation in ruminants

Peixoto, Paulo Vargas; Malafaia, Pedro; Barbosa, José Diomedes; Tokarnia, Carlos Hubinger
2005-09-01

Resumo em português Muito embora já haja um sólido conhecimento sobre as deficiências minerais e suas conseqüências para a saúde e a produtividade dos bovinos no Brasil, paradoxalmente, essas informações, na maioria das vezes, não vêm sendo empregadas pelos profissionais das ciências agrárias, que persistem em estimular o uso generalizado das misturas minerais ditas completas. A deficiência de diversos minerais incluídos nestes suplementos, como ferro, cromo, enxofre, entre out (mais) ros, não ocorre sob condições naturais ou só existe em raras situações muito particulares. O presente tópico aborda os equívocos e problemas relacionados com a suplementação mineral tradicionalmente feita e discute os principais aspectos da denominada suplementação mineral seletiva, que é fundamentada no fornecimento exclusivo do(s) mineral(is) deficiente(s) e na(s) quantidade(s) necessária(s). Essa alternativa pode permitir uma economia expressiva (por vezes, de até 700%) em relação à suplementação mineral comercial normalmente utilizada. De acordo com diversas estimativas, a suplementação mineral pode constituir de 20 a 30 % dos custos totais de produção de gado de corte criados em pastagens, daí a importância de diminuir esses gastos. Um ensaio de reversão, no qual um grupo de animais recebe a mistura mineral comercial rotineiramente utilizada na propriedade e outro grupo, o suplemento seletivo, é a melhor opção para discriminar os efeitos (positivos ou negativos) entre dois esquemas de suplementação mineral para uma específica fazenda. Por esse ensaio, investigam-se, racionalmente e por um longo período, os efeitos das duas opções de suplementação mineral em teste, com mínimo risco de perdas econômicas. Resumo em inglês Although there is solid knowledge on mineral deficiencies and their consequences on health and productivity of cattle in Brazil, paradoxically, those informations, most of the time, are not used by professionals of the agricultural sciences, who persist in stimulating the widespread use of the so-called complete mineral mixtures. The deficiency of many minerals included in these supplements, as iron, chrome, sulfur, and others, do not occur under natural conditions or onl (mais) y in rare and very particular situations. The present paper deals with the misunderstandings and problems related to traditional mineral supplementation and discusses the main aspects of the so-called selective mineral supplementation that is based in supplying exclusively the deficient mineral(s) and these only in necessary amounts. This procedure can result in expressive economy (sometimes up to 700%) when compared with the commercial mineral supplementation usually employed. According to several estimates, mineral supplementation can account for 20 to 30% of the total cost of beef cattle production on tropical pastures. A reversion assay, in which a group of cattle receives the commercial mineral mixture routinely used on the farm, and another group which receives the selective supplement, is the best option for the elucidation of positive or negative effects between the two possibilities of mineral supplementation on a specific farm. Trough this assay, the effects of the two compositions of mineral supplements can be investigated rationally over a sufficient period of time, with no risks and minimal possibilities of economic losses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Técnicas cirúrgicas para urolitíase obstrutiva em pequenos ruminantes: relato de casos/ Surgical techniques for obstructive urolithiasis in small ruminants: cases reports

Dória, R. G. S.; Canola, P.A.; Dias, D.P.M.; Pereira, R.N.; Valadão, C.A.A.
2007-12-01

Resumo em português Relataram-se dois casos em que a penectomia com transposição peniana perineal foram as técnicas cirúrgicas de escolha e que resultaram em 50% de sucesso. Quatro casos em que as cistotomias seguidas de cistostomias apresentaram 100% de sucesso, um caso em que só a cistotomia foi realizada e não se obteve sucesso, um caso em que apenas o tratamento clínico foi eficiente e dois casos em que houve 100% de insucesso, independentemente da técnica cirúrgica utilizada, d (mais) evido ao quadro avançado de azotemia e choque toxêmico dos animais. O estudo foi realizado durante os anos de 2003 a 2005, com a casuística de urolitíase obstrutiva em caprinos e ovinos, de forma a descrever as causas e as conseqüências das decisões terapêuticas empregadas. Resumo em inglês Two cases in wich the penectomy and perineal penile transposition were the surgical technique of choice, technique of choice were described showing 50% of success. There are also reported four cases in wich cystotomy followed by cystostomy showed 100% of success, one case in wich the cystotomy alone was unsuccessfully, one case in wich only the clinical treatment was efficient and two cases showing 100% of unsuccessful despite of the surgical technique used due to the adv (mais) anced stage of azotemy and toxemic shock of the animals. This article presents a study of urolithiasis in goats and sheep, from 2003 to 2005, aiming to describe the causes and the consequences of the therapeutic procedures followed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Desenvolvimento de metodologia analítica para determinação de colesterol em ração para ruminantes através de planejamento experimental fatorial/ Development of an analytical method for cholesterol determination in feed for ruminants using factorial experimental design

Bandeira, Cecília Muller; Ferreira, José Maria; Bragagnolo, Neura; Mariutti, Lilian Regina Barros
2008-01-01

Resumo em inglês A chromatographic method was developed for cholesterol determination in feed for ruminants using response surface methodology. Among the five approaches of sample preparation methods tested, the saponification of the sample without heating presented less interference in the gas chromatography. The method presented a relative standard deviation (RSD) of 4.3%, recoveries between 84 and 87% and detection limit of 0.001 mg of cholesterol per g of feed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Abordagem diagnóstica das principais doenças do sistema nervoso de ruminantes e equinos no Brasil/ Diagnostic approaches for the main neurological diseases of ruminants and horses in Brazil

Rissi, Daniel R; Pierezan, Felipe; Oliveira-Filho, José C; Lucena, Ricardo B; Carmo, Priscila M.S; Barros, Claudio S.L
2010-11-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho é descrever os principais aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos das principais doenças do sistema nervoso de ruminantes e equinos diagnosticadas no Laboratório de Patologia Veterinária (LPV) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) para servir como base para veterinários de campo ou que trabalham em laboratórios de diagnóstico. Esses dados foram buscados em trabalhos publicados pela equipe do LPV-UFSM ou retirados dos arqu (mais) ivos do laboratório. As principais doenças do sistema nervoso diagnosticadas em bovinos foram a raiva, a encefalopatia hepática decorrente de insuficiência hepática por ingestão de Senecio spp., a meningoencefalite por herpesvírus bovino, a babesiose cerebral, a intoxicação por Solanum fastigiatum, a febre catarral maligna e a polioencefalomalacia. Em ovinos foram diagnosticadas a cenurose, a meningoencefalite por Listeria monocytogenes, o tétano, os abscessos encefálicos ou vertebrais e a raiva. Meningoencefalite por L. monocytogenes foi a única doença do sistema nervoso descrita em caprinos. Equinos foram afetados pela leucoencefalomalacia, tripanossomíase e tétano. Resumo em inglês The epidemiological, clinical, and pathological hallmarks of neurological diseases of ruminants and horses diagnosed in the Laboratory of Veterinary Pathology (LVP) of the Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) are herein described. This paper is intended to work as a compiled database for practitioners or veterinarians working in diagnostic laboratories. Data was gathered from papers published by the LVP-UFSM faculty and staff or retrieved from the laboratory archive (mais) s. The most important neurological diseases of cattle included rabies, hepatic encephalopathy due to ingestion of Senecio spp., meningoencephalitis by bovine herpesvirus, cerebral babesiosis, poisoning by Solanum fastigiatum, malignant catarrhal fever, and polioencephalomalacia. Sheep were affected mostly by coenurosis, meningoencephalitis by Listeria monocytogenes, tetanus, encephalic or vertebral abscesses, and rabies. Goats were affected by meningoencephalitis by L. monocytogenes. Leukoencephalomalacia, trypanosomiasis by Trypanosoma evansi, and tetanus were important neurological diseases of horses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Eficácia de plantas para o controle de nematóides gastrintestinais de pequenos ruminantes: revisão de estudos publicados/ Plant efficacy in small ruminant gastrointestinal nematode control: a review of published studies

Nery, P.S.; Duarte, E.R.; Martins, E.R.
2009-01-01

Resumo em português As helmintoses gastrintestinais constituem um dos principais fatores limitantes para a ovinocaprinocultura em todo o mundo e a saúde dos rebanhos depende de um efetivo controle antiparasitário. A resistência aos anti-helmínticos representa um dos entraves para esse controle e a busca por novas bases tem sido um desafio constante. A utilização da fitoterapia na medicina veterinária constitui um campo promissor de pesquisas. Estudos nesta área necessitam da inserç� (mais) �o em um contexto agroecológico, tendo como fator limitante o manejo sustentável dos recursos naturais envolvidos. O presente artigo apresenta uma revisão dos estudos de plantas cientificamente testadas no Brasil e em outros países para o controle das parasitoses gastrintestinais em pequenos ruminantes. Resumo em inglês Gastrointestinal helminthiasis has been one of the main limiting factors to small ruminant breeding around the world and the health of these animals depends on an efficient parasitological control. Resistance to anthelmintics represents one of the barriers to this control and the search for new bases has been a constant challenge. The use of phytotherapy in Veterinary Medicine is a promising research field. Studies in this area require the insertion into an agroecological (mais) context, presenting as limitation the sustainable management of the involved natural resources. This paper presents a review of studies on plants scientifically tested in Brazil and other countries for gastrointestinal nematode control concerning small ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Patogênese, sinais clínicos e patologia das doenças causadas por plantas hepatotóxicas em ruminantes e eqüinos no Brasil/ Pathogenesis, clinical signs and pathology of diseases caused by hepatotoxic plants in ruminants and horses in Brazil

Santos, Julio Cesar A.; Riet-Correa, Franklin; Simões, Sara V.D.; Barros, Cláudio S.L.
2008-01-01

Resumo em português Plantas que causam lesões hepáticas em ruminantes e eqüinos constituem um grupo importante de plantas tóxicas no Brasil. Em geral essas plantas podem ser divididas em três grandes grupos: plantas que causam necrose hepática aguda; plantas que causam fibrose hepática; e plantas que causam fotossensibilização. Em algumas dessas plantas os princípios tóxicos já foram identificados. Das plantas que causam necrose hepática aguda, os carboxiatractilosídeos estão (mais) presentes em Cestrum parqui e Xanthium cavanillesi. Os alcalóides pirrolizidínicos estão presentes nas plantas que causam fibrose hepática (Senecio spp., Echium plantagineum, Heliotropum spp. e Crotalaria spp.). Das plantas que causam fotossensibilização hepatógena são conhecidos os furanossesquiterpenos em Myoporum spp., triterpenos em Lantana spp., e saponinas esteroidais em Brachiaria spp. e Panicum spp. O quadro clínicopatológico dessas intoxicações e o mecanismo geral da insuficiência hepática, incluindo meios de diagnóstico, são descritos neste artigo de revisão. Resumo em inglês Plants causing hepatic lesions in ruminants and horses constitute one important group of poisonous plants in Brazil. These plants can be placed in three major groups: plants causing acute liver necrosis; plants causing liver fibrosis; and plants causing hepatogenous photosensitization. For some of these plants the toxic principles are known. Cestrum parqui and Xanthium cavanillesi that cause acute liver necrosis contain carboxy-atractylosides. Senecio spp., Crotalaria spp (mais) ., and Echium plantagineum that cause liver fibrosis contain pyrrolizidine alkaloids. As for the group of plants causing hepatogenous photosensibilization, Myoporum spp. contain furanosesquiterpenes, Lantana spp contain triterpenes, and Brachiaria spp. and Panicum spp. contain steroidal saponins. The clinical and pathologic features of the toxicosis caused by these phytotoxins, general mechanisms of production for the production of the clinical signs and the methods for diagnosis of hepatic failure in farm animals are reviewed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Valor nutritivo da leguminosa Pueraria phaseoloides como alternativa na suplementação alimentar de ruminantes na Amazônia Oriental/ Nutritive value of the leguminous Pueraria phaseoloides as an alternative of alimentary supplementation of ruminants in Eastern Amazon

Monteiro, Edwana Mara Moreira; Lourenço Júnior, José de Brito; Santos, Núbia de Fátima Alves dos; Aviz, Márcia Alessandra Brito de
2009-04-01

Resumo em português A pecuária é uma atividade de índices produtivos satisfatórios na região amazônica. Entretanto, alguns ruminantes são mantidos, na sua maioria, em pastagens implantadas em solos de baixa fertilidade, sujeitas a estresses climáticos, com reflexos negativos na disponibilidade e valor nutritivo da forragem produzida. Nesse aspecto, inovações tecnológicas adequadas à região, contribuirão para elevação dos padrões produtivos, através da intensificação no us (mais) o de suplementação alimentar, com leguminosas adaptadas. A leguminosa Pueraria phaseoloides apresenta diversas vantagens como cultura intercalar, destacando-se: melhor conservação do solo, alta produção de massa verde, alta concentração de proteínas nas suas folhas, dentre outras. Assim, essa leguminosa desponta como alternativa na suplementação alimentar de ruminantes, devido ao seu potencial forrageiro. Resumo em inglês The animal production is a satisfactory index activity in the Amazon region. Ruminants are mainly kept on pastures cultivated, in soil of low fertility, submited to climatic stresses, with negative consequences on the availability and nutritional value of forage produced. In this aspect, technological innovations adjusted to the region will contribute to rise the productive standards of the cattle, by the intensification in the use of feed supplementation, with adapted le (mais) guminous. The Pueraria phaseoloides leguminous presents many advantages as a culture to intercalate, being distinguished as having better conservation of the ground, high production of green mass, high protein content of the leaf and other advantages. Thus, 'pueraria' is as an alternative for feed supplementation of ruminants, due to its forage potential.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Recuperação Fecal de Indicadores Internos Avaliados em Ruminantes/ Fecal Recuperation of Internal Markers in Assay with Ruminants

Zeoula, Lúcia Maria; Prado, Ivanor Nunes do; Dian, Paulo Henrique Moura; Geron, Luiz Juliano Valério; Caldas Neto, Saul Ferreira de; Maeda, Emylin Midore; Peron, Paula Dal Pra; Marques, Jair de Araujo; Falcão, Alencariano José da Silva
2002-07-01

Resumo em português Foi determinada a recuperação fecal de quatro indicadores internos: cinza insolúvel em ácido (CIA), cinza insolúvel em detergente ácido (CIDA), fibra em detergente ácido indigestível (FDAI) e fibra em detergente neutro indigestível (FDNI) e a digestibilidade aparente da matéria seca (MS) e da matéria orgânica (MO). Foram utilizados quatro ovinos castrados, alimentados com quatro níveis de substituição do milho pela farinha de varredura. As amostras dos alim (mais) entos, sobras e fezes foram incubadas in situ, durante 192 horas, em três vacas Holandesas, portadoras de cânula de rúmen para determinar as fibras em detergente neutro e ácido indigestíveis. As recuperações fecais da CIA e da FDNI não diferiram de 100% e apresentaram para os coeficientes de digestibilidade de MS e MO valores semelhantes àqueles obtidos pelo método de coleta total. A recuperação fecal da CIDA e FDAI diferiu de 100%. Resumo em inglês This experiment was carried out to assess the fecal recuperation of the following internal markers: acid insoluble ash (AIA), acid detergent insoluble ash (ADIA), indigestible acid detergent fiber (IADF), indigestible neutral detergent fiber (INDF), and the apparent digestibility of dry matter (DM) and organic matter (OM). Four castrated sheep were used, fed with four levels of substitution of corn by cassava by-product meal. The feed samples, orts and feces were incubate (mais) d in situ for 192 hours in three Holstein cows with ruminal cannula to determine the indigestible neutral detergent fiber and indigestible acid detergent fiber. The fecal recuperation of AIA and INDF were not different from 100% and had values for the digestibility coefficient of DM and OM similar to those obtained by the total feces collection method. The fecal recuperation of ADIA and IADF differed from 100%.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Modelagem da redução do tamanho de partículas na alimentação de ruminantes/ Modeling of feed particle size reduction in the ruminants nutrition

Saenz, Edgar Alain Collao
2005-08-01

Resumo em português O tamanho de partícula influencia o valor nutricional do alimento porque pode afetar o consumo de matéria seca, a digestão e utilização de nutrientes pelos microorganismos ruminais e, o desempenho animal. Alguns modelos são apresentados para ilustrar a evolução da representação da redução do tamanho de partícula. Em geral, as diferentes propostas se comportam adequadamente e provêem informação útil para produção ou pesquisa. Porém, todos os modelos dem (mais) onstram inexatidão em certos pontos. Nesta revisão são discutidas as razões para esses problemas e é proposta a inclusão de novas variáveis relacionadas com a cinética de partículas, ingestão descontínua de alimentos e liberação do conteúdo celular com o objetivo de aumentar a precisão de futuros modelos de consumo e digestão. Resumo em inglês Particle size seems to be an important factor influencing the nutritional value of the feed because it may affect dry matter intake, microbial digestion and utilization of nutrients and animal performance. Some models are described to present different attempts to represent particle size reduction. In general, the diverse approaches behave adequately and provide useful information for production or research. All models, however, demonstrate inaccuracy in some points. The (mais) reasons for these failures are discussed and the inclusion of new variables related to particle kinetics, pulses of feed and cell content release to increase accuracy of predictions in future models of feed intake and digestion of ruminants is proposed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Função do interferon-tau durante o reconhecimento materno da gestação em ruminantes/ The role of interferon-tau during maternal recognition of pregnancy in ruminants

Antoniazzi, Alfredo Quites; Henkes, Luiz Ernani; Oliveira, João Francisco Coelho; Hansen, Thomas Ross
2011-01-01

Resumo em português O reconhecimento materno da gestação é o período em que o concepto sinaliza sua presença para a mãe. Em ruminantes, este período coincide com o alongamento do embrião e a máxima produção de interferon-tau (IFNT). O IFNT produzido pelo concepto age via parácrina no útero inibindo a expressão dos receptores de estrógenos (ESR1) e de ocitocina (OXTR) no epitélio luminal do endométrio, evitando, assim, a liberação de pulsos luteolíticos de prostaglandina F (mais) 2 alfa (PGF2 ), hormonio responsável pelo início da luteólise. Além da sua ação durante o reconhecimento materno da gestação em ruminantes, o IFNT aumenta a expressão de vários genes estimulados por interferons (ISGs) no útero, no corpo lúteo (CL) e em células sanguíneas. Estudos recentes demonstraram que o IFNT possui ação endócrina no CL ovino e também estende o ciclo estral (pseudo gestação) além do dia 32 após a infusão de IFNT recombinante ovino (roIFNT) na veia uterina. A comprovação da saída de IFNT do útero pela veia uterina sugere que a ação endócrina do IFNT possa ser um mecanismo complementar ao mecanismo intrauterino de reconhecimento materno da gestação. A ação direta do IFNT em tecidos extrauterinos estimula a expressão de ISGs que, no CL, podem estar envolvidos com a resistência luteal à ação luteolítica da PGF2a. Resumo em inglês Maternal recognition of pregnancy is the period when the conceptus signals its presence to the dam. In ruminants, it requires conceptus elongation, which coincides with maximum production of interferon-tau (IFNT). Conceptus IFNT acts in a paracrine manner silencing estrogen receptor alpha (ESR1) and oxytocin receptor (OXTR) in the luminal epithelium, thus preventing luteolytic prostaglandin F2 alpha (PGF2 ) pulses. Besides its role during maternal recognition of pregnancy (mais) , IFNT induces the expression of several interferon stimulated genes (ISGs) in the endometrium, corpus luteum (CL) and blood cells. Recently, it was suggested an endocrine role for IFNT during the period of maternal recognition of pregnancy in sheep. It was demonstrated that infusion of IFNT into the uterine vein can extend the estrous cycle beyond 32 days. This direct action of IFNT in extrauterine tissues induces ISGs expression, which might be involved in the rescue of the CL from the luteolytic effects of PGF2 pulses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Degradabilidade ruminal do feno de alguns alimentos volumosos para ruminantes/ Ruminal degradability of some roughage hays for ruminants feeding

Carvalho, G.G.P.; Pires, A.J.V.; Veloso, C.M.; Detmann, E.; Silva, F.F.; Silva, R.R.
2006-08-01

Resumo em português Avaliou-se a degradabilidade ruminal da matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), da fibra em detergente ácido (FDA) e hemicelulose dos fenos de capim-elefante (Pennisetum purpureum), palma (Opuntia ficus), guandu (Cajanus cajan) e parte aérea da mandioca (Manihot esculenta) utilizando três bovinos mestiços machos, castrados, canulados no rúmen e mantidos em regime de pasto. Amostras de 4g de cada alimento foram incubadas em duplicat (mais) a no rúmen dos animais, nos períodos de 0, 6, 12, 24, 36, 48 e 72 horas. A degradabilidade potencial da PB dos fenos de capim-elefante e guandu foi semelhante, 83,9 e 81,2%, respectivamente. Os maiores valores foram observados para os fenos de palma (94,2%) e parte aérea da mandioca (91,7%). A degradabilidade efetiva (DE) foi obtida considerando as taxas de passagem de 2, 5 e 8%/hora. A maior DE observada para MS (60,5%), PB (81,1%), FDN (21,6%), FDA (27,9%) e HEM (58,0%), na taxa de passagem de 5%/h, ocorreu com o feno de palma. Resumo em inglês The ruminal degradability of dry matter (DM), crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF) and hemicellulose (HEM) of elephantgrass (Pennisetum purpureum), forage cactus (Opuntia ficus), pigeon pea (Cajanus cajan) and cassava foliage (Manihot esculenta) hays was evaluated using three cannulated crossbred steers, kept on pasture. Samples of four grams of each hay were incubated in the rumen for 0, 6, 12, 24, 36, 48 and 72 hours. The CP pote (mais) ntial degradability (PD) for elephantgrass and pigeon pea hays was similar, 83.9 and 81.2%, respectively. Higher values were observed either for forage cactus (94.2%) or cassava foliage (91.7%) hays. The effective degradability (ED) was obtained considering the passage rates of 2, 5 and 8%/hour. The forage cactus hay, at a passage rate of 5%/h, showed the highest ED for DM (60.5%), CP (81.1%), NDF (21.6%), ADF (27.9%) and HEM (58.0%).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

MODELOS LINEARES E NÃO-LINEARES DE USO DE NUTRIENTES PARA FORMULAÇÃO DE DIETAS DE RUMINANTES/ LINEAR AND NON-LINEAR MODELS OF NUTRIENT UTILIZATION TO FORMULATE DIETS FOR RUMINANTS

Lanna, Dante Pazzanese Duarte; Tedeschi, Luis Orlindo; Beltrame Filho, João Antônio
1999-01-01

Resumo em português O custo de produção de bovinos de corte confinados foi comparado para: 1) dietas de custo mínimo (DCM), formuladas pelo método tradicional de programação linear; e 2) dietas de lucro máximo (DLM) formuladas por programa não-linear de simulação do crescimento baseado no "Cornell Net Carbohydrate and Protein System" ajustado para condições brasileiras. Este programa (RLM 1.0) formula dietas minimizando o custo por unidade de crescimento e atendendo exigências d (mais) e energia, proteína e minerais. Custos de produção foram simulados para as DCM e DLM utilizando animais e alimentos disponíveis no Brasil Central. Foram utilizados preços históricos dos alimentos e da carne para três estados brasileiros. As DCM continham 68% de nutrientes digestíveis totais (NDT) e 13% de proteína. Nas situações testadas, os teores de NDT convergidos no programa de formulação de DLM foram maiores que 68%, proporcionando maiores ganhos de peso em relação às DCM. Embora o custo animal/dia seja maior para as DLM, o custo por unidade de crescimento foi menor em relação às DCM. Esta diferença foi maior quanto menor o custo dos concentrados. Conclui-se que, modelos não-lineares capazes de simular o custo por unidade de crescimento e identificar a dieta de lucro máximo (DLM), devem ser preferencialmente empregados. Modelos lineares tradicionais devem ser utilizados com cuidado, variando-se teores de nutrientes e avaliando o desempenho esperado. Resumo em inglês The costs of beef cattle production were estimated for: 1) least-cost diets (DCM) formulated using traditional linear programming; and 2) maximum-profit diets (DLM) formulated using a non-linear program based on the Cornell Net Carbohydrate and Protein System adjusted to Brazilian conditions. The proposed model (RLM - 1.0) minimizes the cost per unit gain while attending energy, protein, and mineral requirements. The production costs were simulated using diets programmed (mais) through both methods (DCM and DLM). Performance parameters for the animals, carcass selling prices, feed composition and feed prices were representative of those available at three different states in Brazil. The DCM diets had 68% of TDN and 13% of protein, typical of brazilian feedlot diets. The DLM diets converged by the program had higher TDN values and consequently higher rates of gain were attained. Although the daily cost per animal was higher for DLM diets, cost per unit gain was lower as compared to DCM. This difference was greater with decreasing concentrate prices. In conclusion it is recommended that diets should be formulated using non-linear programming systems, which are capable of simulating growth and corresponding nutrient requirements. Least-cost tools should be used with caution in different production environments.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Intoxicações experimental e natural por Ipomoea asarifolia (Convolvulaceae) em búfalos e outros ruminantes/ Experimental and natural poisoning by Ipomoea asarifolia (Convolvulaceae) in buffaloes and other ruminants

Barbosa, José Diomedes; Oliveira, Carlos Magno Chaves de; Duarte, Marcos Dutra; Peixoto, Paulo Vargas; Tokarnia, Carlos Hubinger
2005-12-01

Resumo em português Através de experimentos por via oral, verificou-se que o búfalo é tão sensível quanto o bovino à intoxicação por Ipomoea asarifolia R. et Schult., planta responsável por ocasionais surtos de intoxicação em bovinos, ovinos e caprinos. Uma a quatro doses diárias de 10-20g/kg provocaram o aparecimento de sintomas acentuados e bastante semelhantes em ambas as espécies, consistindo principalmente em incoordenação, tremores musculares e balanço da cabeça, inclu (mais) sive da parte anterior do corpo (movimento pendular). Em búfalos, os sintomas de incoordenação eram um pouco menos acentuados, com tendência de os animais permanecerem em decúbito esternal. Embora não haja nenhum relato de intoxicação natural por I. asarifolia em búfalos, é possível que casos de intoxicação nessa espécie estejam passando despercebidos. Resumo em inglês Ipomoea asarifolia R. et Schult. is a plant responsible for occasional outbreaks of poisoning in cattle, sheep and goats. Its oral administration to cattle and buffalos showed that the buffalo is as susceptible as cattle. One to 4 daily doses of 10-20g/kg caused similar symptoms in both species, as incoordination, muscular twiching and swaying of the head and anterior part of the body (pendular movement). In buffaloes the signs of incoordination were observed to a smaller (mais) extent. There is no report yet on natural poisoning by I. asarifolia in buffaloes, possibly because cases are not being noticed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Digestibilidade intestinal verdadeira da proteína de alimentos para ruminantes/ True small intestinal protein digestibility of ruminant feeds

Branco, Antonio Ferriani; Coneglian, Sabrina Marcantonio; Maia, Fábio José; Guimarães, Kátia Cylene
2006-08-01

Resumo em português A digestibilidade intestinal verdadeira de diferentes classes de alimentos usados em dietas para ruminantes foi avaliada por meio das técnicas in situ e in vitro. Foram utilizados dois bovinos machos castrados (450 kg PV) com cânulas implantadas no rúmen para incubação in situ de concentrados protéicos de origens animal e vegetal e energéticos, resíduos da agroindústria e alimentos volumosos. Avaliou-se a digestibilidade intestinal verdadeira dos alimentos submet (mais) idos à digestão apenas com pepsina ou com pepsina + pancreatina, precedida ou não da incubação ruminal. A incubação ruminal diminuiu a digestibilidade intestinal verdadeira da proteína de 24 dos 30 alimentos testados, com exceção da farinha de penas, da aveia preta, do grão de milho triturado a 2,5 mm e dos fenos de aveia e tifton, para os quais ocorreu aumento, e do farelo de girassol, para o qual não houve efeito da incubação ruminal. A digestibilidade intestinal da proteína não-degradada no rúmen (PNDR), na maioria dos alimentos utilizados em dietas para ruminantes, é menor que a da proteína original do alimento. Entre os alimentos avaliados, 29 apresentaram maior digestibilidade intestinal verdadeira quando incubados com pepsina + pancreatina, evidenciando a importância da etapa de digestão abomasal sobre as proteínas dos alimentos (com exceção à aveia preta). A digestibilidade intestinal dos alimentos é variável e, portanto, deve ser considerada na formulação de dietas para atendimento das exigências de proteína metabolizável. Resumo em inglês The true protein digestibility in the small intestine of different ruminant feeds were measured using in situ and in vitro techniques. Two steers with average body weight of 450 kg and fitted with ruminal cannulas were used for in situ incubation of different feeds. The following feedstuffs were evaluated: animal and vegetable protein concentrate, energy concentrate, fiber by-products, and forage. Protein truly digested in the small intestine was estimated by pepsin or pe (mais) psin/pancreatin incubation with or without previous ruminal incubation. Out of 30 evaluated feeds, ruminal incubation decreased the true protein digestibility in the small intestine of 24 feeds, increased that of feather meal, black oat, 2.5-mm particle size corn grain, and oat and Tifton hays and had no effect on sunflower meal. These results showed that the small intestinal digestibility of rumen-undegradable protein from most analyzed feeds was lower than that of the original feed protein. With the exception of black oat, all remaining feeds (29) had greater true small intestinal protein digestibility after incubation with pepsin plus pancreatin showing the contribution of abomasal digestion on feed protein. Because true small intestinal protein digestibility differed among feeds, is important to take it into account on diet formulation in order to accurately determine the requirements of metabolizable protein of ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Método Famacha como parâmetro clínico individual de infecção por Haemonchus contortus em pequenos ruminantes/ Famacha guide as an individual clinic parameter for Haemonchus contortus infection in small ruminants

Molento, Marcelo Beltrão; Tasca, Cláudio; Gallo, Alencar; Ferreira, Márcio; Bononi, Ronaldo; Stecca, Evandro
2004-08-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar a utilização do método Famacha como estratégia auxiliar no controle do parasita Haemonchus contortus em ovinos e caprinos no Brasil. A principal característica deste método é a identificação de animais resistentes e resilientes no rebanho, sendo possível a seleção de animais que não necessitam receber tratamento antiparasitário. Além do acompanhamento clínico, foram determinados valores de hematócrito e ovos por grama (mais) de fezes (OPG). Ao término do experimento, foi determinada uma considerável redução (75,6%) na utilização de medicação antiparasitária nos ovinos, quando comparado com o controle profilático de tratamento do rebanho todo em intervalos de 30 dias dos anos anteriores. O método Famacha, embora também indicado para uso em caprinos, requer pequenas adaptações para sua melhor aplicabilidade. O método Famacha pode ser utilizado no Brasil com o objetivo de racionalizar o uso dos compostos antiparasitários, preservando sua eficácia por períodos prolongados. Resumo em inglês The objective of this research was to evaluate the Famacha method as an auxiliary strategy for the control of the parasite Haemonchus contortus in sheep and goats in Brazil. The main characteristic of this method is the identification of resistant and resilient animals within the flock, selecting animals that do not require drug treatment. Haematocrit levels and fecal eggs per gram (EPG) were measure as well as the clinical examination. At the end of the experiment a cons (mais) iderable decrease (75.6%) in antiparasitic drug usage was determined in sheep, when compared to the prophylactic control management, treating all flock in 30 days intervals in previous years. Although the Famacha guide is indicated to be used in goats, some particularities have to be observed to obtain better results. The Famacha method may be applicable in Brazil with the aim of reducing drug usage and prolonging its lifespan.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Avaliação de dois métodos de diagnóstico precoce de gestação em ovelhas: ultra-sonografia transretal e detector de prenhez para pequenos ruminantes (DPPR-80®)/ Evaluation of two methods for early pregnancy diagnosis in ewes: transrectal ultrasonography and pregnancy detector for small ruminant (DPPR-80®)

Calamari, Claudia Veronica; Ferrari, Sílvia; Leinz, Frederico Fontoura; Rodrigues, Carlos Frederico de Carvalho; Bianchini, Diorandi; Ferreira, Fernando; Dias, Ricardo Augusto
2003-01-01

Resumo em português No período de março a maio de 2001, foram realizados os exames ultra-sonográficos em 88 ovelhas do Núcleo de Pesquisas Zootécnicas Sudoeste - Instituto de Zootecnia. Os animais foram examinados entre o 19º e 33º dia de gestação pela ultra-sonografia transretal com exames executados em dias alternados, e do 25º ao 45º dia pelo detector de prenhez para pequenos ruminantes (DPPR-80Ò). O diagnóstico foi considerado positivo pela ultra-sonografia transretal por me (mais) io da visualização do saco gestacional e embrião. Após o 25º dia de gestação foi observado também o batimento cardíaco embrionário, cuja freqüência é de 160 a 200 batimentos por minuto. Esta observação foi dada como diagnóstico de gestação. Os nascimentos confirmaram os resultados dos exames. Dentre 88 fêmeas acasaladas, 3 abortaram durante o experimento e foram retiradas do grupo. Das 85 fêmeas restantes, 64 pariram. O diagnóstico de prenhez por meio da ultra-sonografia transretal apresentou 35,29% de acurácia no 19º dia de gestação, culminando em 82,35.00% no 31º dia de gestação. Pelo detector de prenhez, a acurácia foi de 24,71% no 25º dia de gestação e 34,12.00% no 45º dia. Foi possível visualizar os batimentos cardíacos do embrião pela ultra-sonografia transretal à partir do 21º dia de gestação e os primeiros placentomas foram observados ao redor do 25º dia de gestação. A ultra-sonografia transretal mostrou-se um método superior ao detector de prenhez para pequenos ruminantes, para diagnóstico precoce de gestação em ovelhas. Resumo em inglês Ultrasonography was perfomed in 88 ewes from Núcleo de Pesquisas Zootécnicas Sudoeste - Instituto de Zootecnia, São Paulo state, from march to may , 2001. Animals were examined from 19º to 33º days of pregnancy by transrectal ultrasonography in alternate days examinations, and by pregnancy detector for small ruminants (DPPR-80Ò) from 25º to 45º day. Positive diagnostic by transretal ultrasonography was obtained after yolk sac visualization. The embryo heartbeat wa (mais) s observed after 25 day of pregnancy. The positive diagnostic was obtained by pregnancy detector when embrionic heart was 160 to 200 beats/minute. Births confirmed the examinations. Three abortions ocurred during the experiment and these females were excluded from the group. From 85 ewes examined, 64 lambed. The transrectal ultrasonography accuracy in 19º day of pregnancy was 35,29%, with higher rate (82,53%) in 31º day. The doppler accuracy in 25º day was 24,71% and 34,12.00% in 45º day. Embryo heartbeat was detected by transrectal ultrasonography after 21 days of pregnancy and the first placentoms were observed after 25 days of pregnancy. In conclusion, transrectal ultrasonography was better than doppler in early pregnancy diagnosis in sheep.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Avaliação do vício de "tempo longo" de indicadores internos em ensaio de digestão com ruminantes/ Evaluation of internal markers long term bias in a digestion assay with ruminants

Detmann, E.; Souza, A.L.; Garcia, R.; Valadares Filho, S.C.; Cabral, L.S.; Zervoudakis, J.T.
2007-02-01

Resumo em português Realizou-se um ensaio de digestão com 20 ovinos machos, castrados, para avaliar o viés de "tempo longo" (VTL) dos indicadores internos: matéria seca indigestível (MSi) e fibra em detergente neutro (FDNi) e ácido (FDAi) indigestíveis. O experimento, com duração de 19 dias, foi implementado em delineamento em blocos completos casualizados, com cinco tratamentos (rações concentradas) e quatro blocos. As dietas utilizadas, formuladas para serem isoprotéicas (10% de (mais) proteína bruta), apresentaram 60% de feno de capim-coastcross e 40% de concentrado, constituído por milho grão, farelo de soja e casca de café, em diferentes proporções: 0; 6,25; 12,5; 18,75; e 25%. A concentração dos indicadores foi estimada em amostras de alimentos, sobras e fezes, por procedimento de incubação ruminal in situ, durante 144 horas. A relação entre consumo e excreção dos indicadores foi realizada pelo ajustamento de modelo de regressão linear simples, de forma independente dos efeitos fixos de tratamentos e blocos. Verificou-se recuperação completa dos indicadores MSi e FDNi (P>0,30), o que indica ausência de VTL. Observou-se VTL de +25,45 g/dia para a FDAi (P Resumo em inglês Long term bias (LTB) of internal markers indigestible dry matter (iDM), and indigestible neutral (iNDF) and acid (iADF) detergent fiber in a digestion assay with ruminants was evaluated. Twenty castrated male ovines were managed in metabolic crates. A completely randomized block design with five treatments (concentrate rations) and four blocks was used. Diets were isonitrogenous diets (10% of crude protein) were formulated to containing 60% of coastcross hay and 40% of co (mais) ncentrate, in dry matter basis. The concentrates were based on corn grain, soybean meal and coffee hulls, in different levels (0, 6.25, 12.5, 18.75, and 25%), as fed-basis. The markers contents in feeds, orts, and feces were estimated by a 144 hours in situ rumen incubation procedure. The relationship between markers intake and fecal excretion was accomplished by a simple linear regression model adjustment, independently of the effects of block and treatment. The total iDM and iNDF recovery (P>.30), with LTB free, was observed. The iADF had +25.45 g/day LTB (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Vícios na estimação da excreção fecal utilizando indicadores internos e óxido crômico em ensaios de digestão com ruminantes/ Biases in fecal excretion estimation by using internal markers and chromic oxide in digestion trials with ruminants

Barros, Emanoel Elzo Leal de; Fontes, Carlos Augusto de Alencar; Detmann, Edenio; Vieira, Ricardo Augusto Mendonça; Henriques, Lara Toledo; Fernandes, Alberto Magno
2009-10-01

Resumo em português Objetivou-se determinar os vícios de estimação da excreção fecal com base nos indicadores internos matéria seca indigestível (MSi), fibra em detergente neutro indigestível (FDNi), fibra em detergente ácido indigestível (FDAi) e do indicador externo óxido crômico (Cr2O3) em ensaio de digestão com ruminantes. Foram utilizados cinco bovinos mestiços Holandês × Zebu com peso médio de 240 kg. O experimento constituiu de três períodos experimentais de 12 (mais) dias, os seis primeiros destinados à adaptação dos animais. Os animais foram alimentados à vontade com silagem de sorgo e mantidos em baias individuais. Foram adotados seis esquemas de amostragem: 16 coletas diárias, em intervalos de 1 hora e 30 minutos; oito coletas no período diurno a partir das 7 h, em intervalos de 1 hora e 30 minutos; oito coletas no período noturno, a partir das 19 h, em intervalos de 1 hora e 30 minutos; quatro coletas no período diurno, de 3 em 3 horas; quatro coletas no período noturno, de 3 em 3 horas; duas coletas, às 7 h e às 16 h. O óxido crômico foi o indicador com o menor vício de longo prazo, mas superestimou a produção fecal. Os indicadores internos subestimaram esta variável e a FDNi foi o que apresentou menor vício. Para os vícios de curto prazo, todos os indicadores superestimaram a produção fecal: o menor vício de curto prazo foi registrado para a MSi. Dos indicadores testados, a FDNi apresenta o menor vício total, mesmo subestimando a produção fecal. Resumo em inglês The objective of this study was to determine the biases in estimating fecal excretion from the internal markers indigestible dry matter (DMi), indigestible neutral detergent fiber (NDFi) and indigestible acid detergent fiber (ADFi) and the external marker chromic oxide (Cr2O3) in a digestion trial with ruminants. Five crossbred Holstein-Zebu castrated males with 240 kg average weight were used. The research consisted of three twelve-day experimental periods, from which th (mais) e first six days were assigned to animal adaptation. The animals were fed sorghum silage ad libitum in individual pens. Six sampling schedules were adopted: 16 daily collections, at 1.5 hourly intervals; eight collections made during daylight starting at 7 a.m. at 1.5 hourly intervals; eight collections made at night starting at 7 p.m. at 1.5 hourley intervals; four collections made in the day every three hours; four collections at night every three hours and two collections, at 7 a.m. and 4 p.m. The chromic oxide was the indicator with the smallest bias in the long term, but underestimated fecal production. The internal markers overestimated this variable and the NDFi presented the smallest bias. For the short term biases, all the indicators over estimated fecal production: the smallest short term bias was registered for MSi. The NDFi was the indicator that presented the smallest total bias, even though it underestimated fecal production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Utilização dos componentes da cera das plantas, em especial os n-alcanos, em estudos de nutrição de ruminantes/ The utilization of plant wax components, especially n-alkanes, in ruminants nutrition studies

Oliveira, Dimas Estrásulas de; Prates, Ênio Rosa
2000-06-01

Resumo em português A utilização de métodos indiretos para estimar o consumo e a digestibilidade dos alimentos por ruminantes é bastante importante, porque pode representar uma economia de tempo, dinheiro e trabalho em relação aos experimentos convencionais e, também, por permitir tais estimativas sob condições extensivas de pastejo. Dentre esses métodos, sobressai-se o dos indicadores fecais. Várias substâncias têm sido utilizadas para esse fim. Este artigo é uma revisão de alguns aspectos sobre o uso de n-alcanos como indicadores em estudos de nutrição de ruminantes. Resumo em inglês The indirect methods used to estimate the intake and digestibility of feedstuffs by ruminants are very important because these methods represent an economy of time, money and work, in relation to conventional trials. Also, they permit estimates in grazing conditions. Among these methods, the faecal markers stand out and lots of substances have been used. This paper is a review about the use of n-alkanes as markers in ruminant nutrition studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Enriquecimento protéico da palma forrageira com Saccharomyces cerevisiae para alimentação de ruminantes/ Protein enrichment of cactus pear with Saccharomyces cerevisiae for ruminants feeding

Araújo, L.F.; Silva, F.L.H.; Brito, E.A.; Oliveira Júnior, S.; Santos, E.S.
2008-04-01

Resumo em português Avaliou-se o processo de enriquecimento protéico da palma forrageira (Opuntia ficus-indica Mill) com levedura Sacharomyces cerevisiae em cultivo semi-sólido, visando melhorar o valor nutritivo da palma para ser utilizada na alimentação de ruminantes. A levedura foi utilizada nas concentrações de 1, 2 e 3% em base úmida no substrato formado pela palma forrageira, incubada em biorreatores durante 6, 12, 24 e 36 horas de fermentação. O delineamento experimental foi (mais) inteiramente ao acaso, em arranjo de parcelas subdivididas com quatro repetições. O conteúdo de proteína bruta quando se utilizou concentração de 3% de inóculo, no período de seis horas, aumentou de 4,4% na forma in natura para 10,4% após o processamento. Os teores protéicos na concentração de 1% do inóculo foram de 6,1, 8,1, 8,1 e 9,2%; na concentração de 2%, 9,6, 9,7, 9,8 e 9,8% e na concentração de 3%, 10,4, 10,4 7,9 e 7,9%, nos períodos de 6, 12, 24 e 36 horas de fermentação, respectivamente. Uma fonte alternativa para arraçoamento de ruminantes, pode ser obtida pela bioconversão da palma forrageira. Resumo em inglês The process of protein enrichment of the forage palm (Opuntia ficus-indica Mill) using the Saccharomyces cerevisiae yeast in a semi-solid culture to improve the nutritional value of forage palm for ruminants feeding was evaluated. The yeast concentrations of 1, 2 and 3% (wet basis) in the forage palm substrate were used. The periods of incubation were of 6, 12, 24, and 36 hours. A complete randomized experimental design in a split plot arrangement with four replicates was (mais) used. The crude protein content increased from 4.4% (in natura) to 10.4% when 3% of inoculums were used and the processing period was of 6 hours. The observed protein contents for 1% of the inoculum, used for the fermentation periods of 6, 12, 24, and 36 hours were 6.1, 8.1, 8.1, and 9.2%, respectively. These values were 9.6, 9.7, 9.8, and 9.8% for 2% of the inoculum, and 10.4, 10.4, 7.9, and 7.9% for 3% of the inoculum, respectively. An alternative for ruminant feeding can be obtained by bioconversion of forage palm.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Avaliação do perfil nictemeral de excreção de indicadores internos e de óxido crômico em ensaios de digestão com ruminantes/ Evaluation of excretion patterns of internal markers and chromium oxide in digestion assays with ruminants

Barros, Emanoel Elzo Leal de; Fontes, Carlos Augusto de Alencar; Detmann, Edenio; Vieira, Ricardo Augusto Mendonça; Henriques, Lara Toledo; Ribeiro, Enilson Geraldo
2007-12-01

Resumo em português Objetivou-se com este trabalho avaliar a dinâmica de excreção fecal dos indicadores internos matéria seca indigestível (MSi), fibra em detergente neutro indigestível (FDNi), fibra em detergente ácido indigestível (FDAi) e do indicador externo óxido crômico (Cr2O3). Foram utilizados cinco bovinos mestiços Holandês × Zebu, com peso médio de 240 kg, em três períodos experimentais de 12 dias (os sete primeiros destinados à adaptação dos animais). Antes (mais) do início do período experimental, os animais passaram por um período de adaptação à dieta e ao manejo, com duração dez dias, no qual foram mantidos em baias individuais e alimentados à vontade com silagem de sorgo. O Cr2O3 foi fornecido diariamente em duas porções de 5 g, às 8h e 17h, durante todo o período experimental. Procedeu-se à caracterização do padrão diurno de excreção fecal dos indicadores, por meio do algoritmo de Gauss-Newton, em um modelo em série de Fourier. A avaliação descritiva das funções ajustadas evidenciou que a amplitude total dos ciclos foi menor para FDAi que para outros indicadores, com valores de 4,71; 1,83; 2,42 e 1,74% para Cr2O3, MSi, FDNi e FDAi, respectivamente, em relação à concentração média estimada para cada um desses indicadores. Por sua vez, o período fundamental de excreção dos indicadores em estudo foi significativo e evidenciou duração do ciclo de 3,25; 3,47; 3,46 e 3,74 horas para o Cr2O3, MSi, FDNi e FDAi, respectivamente. A concentração média fecal dos indicadores pode ser obtida por meio de duas coletas diárias de fezes, mantendo-se o espaço de tempo entre duas coletas consecutivas de 3, 9, 15 ou 21 horas. Resumo em inglês The goal of the present study was to evaluate the dynamics of fecal excretion of the following digestion markers: indigestible dry matter (DMi), indigestible neutral detergent fiber (NDFi), and indigestible acid detergent fiber (ADFi) as internal markers and the external marker chromic oxide (Cr2O3). Five Holstein-zebu steers with 240 kg average weight were used in three 12-day experimental periods, being the first seven days for animal adaptation. Previously to the begin (mais) ning of the experimental period, the animals were submitted to a 10-day period of adaptation to facilities and experimental management. They were fed ad libitum with sorghum silage and maintained in individual pens. The Cr2O3 was offered twice daily at 08:00 and 17:00 h, 5 g each, during the whole experimental period. Then, the daily marker fecal excretion pattern was characterized by means of the Gauss-Newton algorithm to fit a Fourier series model. A descriptive graphic evaluation of the fitted function showed that the total amplitude of cycles was lower for ADFi than the other markers, with values of 4.71%, 1.83%, 2.42% and 1.74% for Cr2O3, DMi, NDFi and ADFi, respectively, in relation to the estimated mean concentration of each. In turn, the fundamental period of the markers excretion patterns were significant showing cycle lengths of 3.25, 3.47, 3.46 and 3.74 hours for Cr2O3, DMi, NDFi and ADFi, respectively. As a conclusion, the mean fecal concentration of all markers might be obtained through two daily samplings at intervals from each other of 3, 9, 15 or 21 hours.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Parâmetros cinéticos da degradação in vitro de alimentos incubados com inóculo microbiano de diferentes espécies de ruminantes/ Kinetic parameters of the ruminal in vitro degradation of feedstuffs given to different ruminant species

Bezerra, A.R.G.F.; Malafaia, P.; Mancini, M.C.; Bezerra, E.S.; Vieira, R.A.M.
2005-08-01

Resumo em português Parâmetros cinéticos da degradação ruminal de alguns alimentos utilizados para ruminantes de zoológicos foram estimados mediante incubação in vitro com líquido ruminal de audade (Ammotragus lervia), cervo sambar (Cervus unicolor), elande (Taurotragus oryx), bovino (Bos taurus), bubalino (Bubalus bubalis), caprino (Capra hircus) e ovino (Ovis aries). Os parâmetros cinéticos foram estimados pela técnica da produção de gás, cujos dados foram ajustados pelos mod (mais) elos de um e de duplo compartimento. Não foram detectadas diferenças nos parâmetros cinéticos que permitissem agrupar os alimentos (fibrosos × não fibrosos) e os animais (domésticos × silvestres). O modelo de duplo compartimento foi o mais adequado para a estimação dos parâmetros cinéticos da degradação ruminal. Inóculo microbiano oriundo de ruminantes domésticos não é recomendado para estimar parâmetros cinéticos da degradação ruminal de alimentos utilizados para ruminantes silvestres de zoológicos. Resumo em inglês The estimation of the ruminal kinetic parameters of pumpkin, potato-sweet, beet, broccoli, carrot, alfalfa hay, alfalfa pellet and bean, currently used for feeding wild and domestic ruminants raised in the Rio de Janeiro Zoo, was made through in vitro incubation of the feedstuffs together with ruminal fluid obtained from aoudad (Ammotragus lervia), sambar deer (Cervus unicolor), eland (Taurotragus oryx), cattle (Bos taurus), buffalo (Bubalus bubalis), goat (Capra hircus) (mais) and sheep (Ovis aries). The gas production technique was used to obtain gas profiles, and the data were fitted by the mono or double compartmental model. The kinetic parameters were discrepant among both, animals and feedstuffs, and the double compartmental model gave the best estimation. Ruminal inocula from domestic ruminants can not be used to estimate the kinetic parameters of ruminal degradation of feedstuffs for wild ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Importância da fibra na nutrição de coelhos/ Importance of fibre in rabbit nutrition

Naranjo Herrera, Alexandra del Pilar; Santiago, Genário Sobreira; Medeiros, Silvana Lúcia dos Santos
2001-06-01

Resumo em português Os coelhos, por serem herbívoros não ruminantes, podem ser alimentados com considerável quantidade de alimentos fibrosos. No entanto, não apresentam eficiência tão grande para utilizar essa fibra sendo, nesse aspecto, inferior aos ruminantes e, inclusive, aos suínos. Por outro lado, a fibra, apesar de seu escasso valor nutritivo, apresenta valor lastre, sendo importante, pois, na regulação do trânsito da digesta e na prevenção de distúrbios digestivos. Assim, (mais) o objetivo deste artigo é revisar alguns aspectos da composição química da fibra e de sua digestão pelos coelhos, bem como a sua relação com outros nutrientes da dieta, como proteína e energia. Resumo em inglês Rabbits are monogastric herbivorous that intake quantity significative of fibrous feed. However they not show efficiency to degrate this fibre, being less capacity, in this aspect, that ruminants and inclusively, of the swine. For other hand, the fibre have ballast value, being important in the transit digestive regulation and prevention of digestive disturb. Thus, the objetive of this paper is to review some aspects of chemistry composition of fibre and it's digestion for rabbits and it's relation with other components of diet like protein and energy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Biodigestão anaeróbia de dejetos de bovinos leiteiros submetidos a diferentes tempos de retenção hidráulica/ Anaerobic biodigestion of the dairy catle manure with several hydraulic retention time

Amaral, Cecília Maria Costa do; Amaral, Luiz Augusto do; Lucas Júnior, Jorge de; Nascimento, Adjair Antônio do; Ferreira, Daniel de Souza; Machado, Márcia Rita Fernandes
2004-12-01

Resumo em português Utilizando-se biodigestores contínuos, abastecidos com dejetos de bovinos leiteiros e operados sob três tempos de retenção hidráulica, avaliou-se o efeito do processo de digestão anaeróbia sobre o número de microrganismos indicadores de poluição fecal, sobre a ocorrência de ovos e larvas de helmintos parasitas de ruminantes, analisando-se também os teores de sólidos totais e voláteis do afluente e dos efluentes, bem como a produção e a qualidade do biogás (mais) produzido. Verificou-se que vinte dias de retenção hidráulica foram suficientes para reduzir significativamente o número de microorganismos indicadores de poluição fecal e a quantidade de ovos de helmintos parasitas de ruminantes. Os resultados obtidos nas análises de sólidos totais e voláteis, bem como a produção de biogás (m³/dia), permitem concluir que o biodigestor modelo Chinês operado com 20 dias de tempo de retenção hidráulica, apresentou mais eficiência. Vale ressaltar que vinte dias de retenção foram insuficientes para impedir a sobrevivência de larvas de helmintos parasitas de ruminantes. Resumo em inglês Continuous biodigestors filled with dairy cattle manure and operated at different hydraulic retention times, were used to determine the number of coliforms and the presence of helmints eggs and parasite larvae of ruminants and to analyze the total and volatile solid contents and the production and quality of the biogas produced. Twenty days of the retention time were sufficient to reduce the number of coliforms and eggs of ruminant parasites. Analysis of total and volatil (mais) e solids and biogas production showed that the Chinese biodigester was more efficient at a hydraulic retention time of twenty days. It should be pointed out, however, that twenty days of hydraulic retention time were not sufficient to prevent the survival of larvae of ruminant parasites.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Implantação e avaliação do método de multicateterização em ovinos/ Implantation and evaluation of the multicatheterization method in lambs

Kozloski, Gilberto Vilmar; Lima, Lisiane Dorneles de; Fiorentini, Giovani; Härter, Carla Joice; Raiser, Alceu Gaspar; Mazzanti, Alexandre
2008-02-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar o método de multicateterização utilizado para estudar o metabolismo visceral em ruminantes. Quatro ovinos Ideal ´ Texel (peso vivo (PV) médio de 35 ± 2,5kg) foram implantados com cateteres permanentes nas veias mesentérica, porta e hepática. Sangue arterial foi acessado através de cateteres temporários implantados na carótida. A estimativa de fluxo de sangue portal e visceral foi feita com (mais) o uso do indicador paraminohipurato. Todos os cateteres mantiveram-se viáveis durante um período de no mínimo 45 dias. O fluxo de sangue visceral foi em média de 147l h-1 ou 4,2l h-1 kg-1 de PV, similar ao obtido em outros estudos com ovinos. Contudo, os dados de fluxo de sangue portal obtidos na maioria dos animais foram negativos e irreais, provavelmente devido a problemas relacionados à posição da ponta do cateter e à inadequada mistura do indicador no sangue portal. A medida do fluxo de metabólitos pelo sistema visceral utilizando animais multicateterizados pode constituir-se em uma ferramenta adicional útil para avaliar o valor nutricional dos alimentos e o metabolismo dos ruminantes. No entanto, os procedimentos de implantação dos cateteres, assim como o desenho e o protocolo experimental deste tipo de estudo, necessitam ser aperfeiçoados para aumentar a precisão e confiabilidade dos dados. Resumo em inglês This study was aimed at evaluating the multicatheterization method, used to study visceral metabolism in ruminants. Four Polwarth ´ Texel lambs (35 ± 2.5kg mean live weight (LW)) were surgically fitted with chronic indwelling catheters in a mesenteric, the portal and a hepatic vein. Arterial blood samples were withdrawn from the carotid artery using temporary catheters. Paraminohippurate was used as indicator to estimate portal and vi (mais) sceral blood flow. All catheters were patent throughout a 45 days period. Mean visceral blood flow was 4.2l h-1 kg-1 of LW, similar to that obtained in others studies with sheep. However, almost all portal blood flow values were negative and unreal. The explanation for these results is not clear, but it was likely due to problems associated to portal catheter tip positioning into the vessel and poor indicator mixing in portal blood. Despite of this, the measurement of the net visceral flux of metabolites using multicatheterized animals may represent a useful tool to evaluate the nutritional value of feedstuffs and ruminant metabolism. The procedures for catheter implantation, however, as well as the experimental design and protocol, need to be improved to enhance data precision and reliability in these studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Produção e caracterização de anticorpos monoclonais contra toxina épsilon de Clostridium perfringens Tipo D/ Production and characterization of monoclonal antibodies against Clostridium perfringens Type D epsilon toxin

Freitas, Theonys Diógenes; Heneine, Luis Guilherme Dias; Salvarani, Felipe Masiero; Silva, Rodrigo Otávio Silveira; Lima, Catarina Guimarães Rocha Dourado; Pires, Prhiscylla Sadanã; Assis, Ronnie Antunes de; Lobato, Francisco Carlos Faria
2009-02-01

Resumo em português Clostridium perfringens tipo D é o agente etiológico da enterotoxemia em ruminantes, causada pela toxina épsilon e caracterizada por edema cardíaco, pulmonar, renal e cerebral. Anticorpos monoclonais contra toxina épsilon de C. perfringens tipo D foram produzidos a partir da fusão da linhagen de mieloma P3-X63-Ag8 653 com células do baço de camundongos Balb/c imunizados com o toxóide épsilon. Seis linhagens de híbridos secretores de anticorpos monoclonais das classes e IgM e IgG foram estabelecidas. Resumo em inglês Clostridium perfringens type D is the aetiological agent of enterotoxemia in ruminants. The disease is caused by epsilon toxin characterized by cardiac, pulmonary, kidney and brain edema. Monoclonal antibodies were produced by using myeloma cell line P3-X63-Ag8 653 fused with spleen cells from Balb/c mice, immunized with epsilon toxoid of C. perfringens type D. Six hybrids were established secreting monoclonal antibodies of the IgM class and IgG3 subclass.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Avaliação da divergência nutricional de genótipos de cana-de-açúcar (Saccharum spp.)/ Evaluation of the nutritional divergence of sugarcane (Saccharum spp.) genotypes

Freitas, Acyr Wanderley de Paula; Pereira, José Carlos; Rocha, Fernanda Cipriano; Detmann, Edenio; Barbosa, Márcio Henrique Pereira; Ribeiro, Marinaldo Divino; Costa, Marcone Geraldo
2006-02-01

Resumo em português Objetivou-se neste trabalho avaliar a divergência nutricional de genótipos de cana-de-açúcar para uso na alimentação de animais ruminantes. Foram avaliados os genótipos: RB72454, RB835486, SP80-1842, IAC86-2480, RB977512, RB867515, RB935566, RB925345, RB977625, SP79-1011, SP80-1816, SP81-3250 e SP91-1049, colhidos em soca aos 11 meses de idade, quanto às variáveis FDN, hemicelulose, lignina, relação FDN x carboidratos solúveis, fração indegradável da FDN, t (mais) axa de degradação da FDN e taxa de degradação da matéria seca. A aplicação da análise de agrupamento segundo o método de Tocher, utilizando a matriz de distâncias euclidiana média, permitiu o estabelecimento de três grupos de genótipos. A FDN e a taxa de degradação da MS foram as variáveis de maior importância para a discriminação dos grupos, contribuindo cada uma com 25,64% do poder de discriminação total. A fração indegradável da FDN foi a variável que apresentou a menor contribuição para discriminação dos grupos (11,54%). A variáveis FDN, fração indegradável da FDN, hemicelulose, taxa de degradação da MS e taxa de degradação da FDN mostraram-se eficazes para o estudo da diversidade nutricional da cana-de-açúcar. O grupo III, constituído pelo clone RB977512, apresentou as melhores médias para as variáveis avaliadas e, portanto, pode ser considerado de melhor qualidade nutricional para alimentação de ruminantes. Resumo em inglês The objective of this trial was to study the nutritional divergence of sugarcane genotypes for feeding ruminants. The following sugarcane genotypes were evaluated: RB72454, RB835486, SP80-1842, IAC86-2480, RB977512, RB867515, RB935566, RB925345, RB977625, SP79-1011, SP80-1816, SP81-3250, and SP91-1049 all harvested at 11 months of age. The discriminatory variables were: neutral detergent fiber (NDF), hemicellulose, lignin, NDF to soluble carbohydrate ratio, NDF undegradab (mais) le fraction, and rates of NDF and DM degradation. Application of the cluster analyses according to the Tocher approach, using the mean Euclidian distance matrix, yielded three groups of genotypes. Neutral detergent fiber and DM degradation rates were the most important variables for group discrimination contributing individually with 25.64% of the total discrimination power while the least contribution was observed with NDF undegradable fraction (11.54%). The variables NDF, NDF undegradable fraction, hemicellulose, and rates of DM and NDF degradation all showed to be effective to evaluate sugarcane nutritional divergence. Group III formed by the clone RB977512 showed the best responses for the studied variables and as such can be considered of higher nutritional quality for ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Fitase na alimentação de poedeiras/ Phytase in feeds for laying hens

Fireman, Alba Kyonara Barbosa Alves Tenório; Fireman, Francisco Antônio Tenório
1998-09-01

Resumo em português Os grãos utilizados nas rações possuem grande parte do seu fósforo na forma fítica, sendo indisponível para a absorção pelos não-ruminantes. Para corrigir esta indisponibilidade, têm-se suplementado as aves com fosfatas inorgânicos. Esta prática onera o custo das rações e pode apresentar efeitos adversos no desempenho das poedeiras, além de provocar problemas ambientais. A inclusão da enzima fitase na ração de poedeiras é uma das maneiras de aumentar a (mais) disponibilidade do fósforo de origem vegetal e, conseqüentemente diminuir a quantidade de fósforo inorgânico na ração, o que minimizará os efeitos ambientais provocados pelo excesso de fósforo na excreta. O objetivo desta revisão é enfocar o efeito do uso da enzima fitase em substituição aos fosfatas inorgânicos na alimentação de poedeiras. Resumo em inglês The phosphorus present in grains is in phytate form, which turns this mineral unavailable to non ruminants. Inorganic phosphates have been used to supplement phosphorus in poultry diets. This practice brings about an increase in diet cost, adverse effects on layer performance and environmental problems. The utilization of phytase is a way to lower the environmental effects caused by this excess of phosphorus excretion, once this enzyme increases vegetal phosphorus availab (mais) ility. This review aims to examine the effect of phytase in substitution of inorganic phosphates in layer diets.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Edema maligno em suíno/ Malignant edema in swine

Pinto, Flávia Ferreira; Assis, Ronnie Antunes de; Lobato, Francisco Carlos Faria; Vargas, Agueda Castagna de; Barros, Ricardo Rocha; Gonçalves, Luciana Aramuni
2005-02-01

Resumo em português Edema maligno em suíno é uma infecção fatal da musculatura esquelética e tecido subcutâneo de ruminantes e outras espécies animais, causada principalmente por Clostridium septicum, embora possa ocorrer em associação com Clostridium chauvoei, Clostridium sordellii, Clostridium novyi tipo A e Clostridium perfringens tipo A. O diagnóstico efetivo do edema maligno deve levar em consideração, além dos dados clínicos e lesões de necropsia, os achados microscópic (mais) os, isolamento do agente, imunofluorescência direta, imunoistoquímica e PCR. Embora haja poucos relatos de edema maligno em suínos na literatura, o C. septicum tem sido associado à maioria dos casos. Este trabalho relata um caso de mionecrose e edema subcutâneo em um leitão causado por C. septicum. Resumo em inglês Malignant edema is a fatal infection of skeletal muscles and subcutaneous tissue of ruminants and other animal species, caused mainly by Clostridium septicum, but can occur in association with Clostridium chauvoei, Clostridium sordellii, Clostridium novyi type A and Clostridium perfringens tipo A. The definitive diagnosis of malignant edema must consider clinical data and necropsy lesions, microscopic features, isolation of the agent, direct immunofluorescence, immunohist (mais) ochemistry and PCR. There are few reports in the literature concerning malignant edema in swine, and, the C. septicum, has been associated with most of the cases. This paper reports a case of myonecrosis and subcutaneous edema in a piglet caused by Clostridium septicum.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

55

Parâmetros nutricionais da pastagem natural em diferentes tipos de solos na APA do Ibirapuitã, Rio Grande do Sul - Brasil/ Nutritional parameters of natural pasture in different soils at APA of Ibirapuitã, Rio Grande do Sul - Brazil

Silveira, Vicente Celestino Pires; Velho, João Pedro; Vargas, Adriana Ferreira da Costa; Genro, Teresa Cristina Moraes; Haygert-Velho, Ione Maria Pereira
2006-12-01

Resumo em português O desempenho de ruminantes domésticos é influenciado por fatores intrínsecos ao animal, ao alimento e pela interação entre animal e alimento. O trabalho foi realizado na Estância do 28, pertencente à Fundação Maronna, Alegrete - RS, dentro da APA do Ibirapuitã. Para representar o fator solo, foram escolhidos os três tipos predominantes da APA do Ibirapuitã: Basalto Superficial, Basalto Profundo e Arenito. As amostras da pastagem natural foram retiradas por sim (mais) ulação de pastejo, através de coleta manual. Os parâmetros nutricionais avaliados foram: proteína bruta, fibra em detergente neutro e taxa de degradação da matéria seca. A forragem da pastagem natural oriunda do solo Basalto Superficial apresentou diferença significativa (P Resumo em inglês Intrinsic animal and food factors and the interaction between them influence the performance of domestic ruminants. This study was done at Estância do 28, property of the Maronna Foundation, Alegrete - RS, inside the Ibirapuitã Area of Environmental Protection. In order to represent soil as a factor, the three main soil types were chosen: Superficial Basalt, Deep Basalt and Sandy. Hand plucking methods were used to obtain samples of natural pasture. Nutritional paramete (mais) rs considered were crude protein, neutral detergent fiber and dry matter degradation rate. The forage from natural pasture of the Superficial Basalt presented significant difference (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

DIAGNÓSTICO EM ANAPLASMOSE BOVINA/ DIAGNOSIS IN BOVINE ANAPLASMOSIS

Vidotto, Odilon; Marana, Elizabete Regina Marangoni
2001-04-01

Resumo em português Anaplasma marginale (THEILER 1910) é uma rickettsia intra-eritrocitária obrigatória de ruminantes susceptíveis, transmitida biológica e mecanicamente por carrapatos e insetos hematófagos. Ela determina o aparecimento de formas clínicas aguda, superaguda, leve e/ou crônica, com um período pré-patente de 20 a 40 dias seguido por parasitemia e intensa anemia, provocando perdas com um custo estimado de 40 milhões de dólares anuais; está amplamente distribuída na (mais) s regiões tropicais, subtropicais e temperadas do mundo. A. marginale confere imunidade de origem humoral e celular que não é dependente de infecção persistente. O diagnóstico é baseado em sinais clínicos, detecção do microrganismo no sangue, anticorpos no soro ou alterações patológicas post mortem. O objetivo deste trabalho é reunir informações sobre aspectos de diagnóstico da anaplasmose bovina. Resumo em inglês Anaplasma marginale (THEILER, 1910), a rickettsial hemoparasite of ruminants, is transmited biologically and mecanically by ticks and haematofagous insects. It has a pre-patent period of 20 to 40 days, followed by high parasitemia and severe anemia. Infected animals can develop a mild, aguda, hiperaguda or cronic clinical forms of the disease. A. marginale has an worldwide distribuition with high incidence in tropical and subtropical regions. A. marginale promove an immun (mais) ity not dependent of a persistent infection, involving both, humural and celular immunological mechanisms. Diagnosis is based on clinical signs, detection of the microrganisms on the blood, antibodies on the serum or post-mortem pathological changes. Informations about the diagnostic aspects of anaplasmosis are reviewed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Avanços metodológicos da microscopia na avaliação de alimentos/ Methodological advances of microscopy in food-stuff evaluation

Lempp, Beatriz
2007-07-01

Resumo em português O aperfeiçoamento nos últimos anos das lentes de aumento e dos microscópios, bem como o desenvolvimento de técnicas de preparação de amostras, disponibilizou excelentes ferramentas para pesquisas nas diversas áreas da ciência. As avaliações ao microscópio, eletrônico ou óptico, de alimentos utilizados para ruminantes, têm auxiliado na compreensão da relação causa/efeito no desempenho animal. Destacam-se os avanços obtidos no conhecimento do modo de açã (mais) o dos microrganismos do rúmen nos substratos, principalmente das bactérias partículo-associadas. Avanços também foram obtidos no entendimento dos fatores que afetam a degradabilidade da matéria seca de forrageiras, especialmente das espécies C3, mas estes avanços também contribuem para o conhecimento das C4. Os resultados destes estudos permitiram o estabelecimento de várias linhas de pesquisa, possibilitando discriminar-se nas fases iniciais de seleção de gramíneas e leguminosas, aquelas que apresentam maior potencial qualitativo. Destacam-se também os estudos que estão sendo realizados para elevação da degradabilidade do colmo de milho e do caule da alfafa, bem como, aqueles para identificar-se como o tratamento de subprodutos agrícolas pode elevar sua qualidade, e se verificar o efeito de inoculantes, tais como enzimas exógenas, na taxa de degradação da matéria seca. Além de se verificar o efeito do tanino, especialmente em leguminosas, na digestibilidade, o que pode no futuro possibilitar a utilização de aditivos que minimizem ou anulem seus efeitos deletérios no consumo de forragem. Com relação aos grãos de cereais, pode-se verificar a influência do genótipo na degradação. Os resultados obtidos até então, fornecem a base para a manipulação genética de alimentos utilizados por ruminantes, o que provavelmente será objeto de pesquisa nas próximas décadas. Resumo em inglês The perfecting in the last years of augmentation lenses and that of the microscopes, as well as the development of samples preparation techniques, provided excellent tools in the several science areas. The evaluations at the microscope, electron or optical, of edible products utilized for ruminants, has helped in the cause/effect relationship understanding in animal performance. Of paramount importance are the advances obtained in the action mode of rumen microorganisms i (mais) n the substrates knowledge, mainly of the particle-associated bacteria. Advances were also achieved in the knowledge of factors that affect the forage dry matter degradability, especially of the C3 species, but these advances also contribute to the knowledge of the C4. These studies results allowed the establishment of several research lines, creating the possibility of discrimination in the early stages of grasses and legumes selection, those which present the greatest qualitative potential. There is especial merit also in the studies to increase the corn and alfalfa stalk degradability, as well as those to identify how the agricultural byproducts treatment can increase its quality, and to verify the effect of inoculants, such as exogenous enzymes, in the dry matter degradability rate. Besides the verification of the tannin effect, especially in legumes, into the digestibility, which may in the future to foster the utilization of additives that can minimize or prevent their harmful effects on forage consumption. With relation to cereal grains, it may be verified the genotype influence on degradability. The results achieved up to now, give the base for the genetic manipulation of feed stuff utilized by ruminants, which probably will be object of research in the next decades.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

Produção de amônia na fermentação in vitro de rações com levedura, uréia ou farelo de algodão/ Ammonia production from in vitro fermentation of diets with dry yeast, urea or cottonseed meal

Sampaio, Alexandre Amstalden Moraes; Vieira, Paulo de Figueiredo; Brito, Rodolfo Marques de
2000-04-01

Resumo em português O objetivo deste experimento foi avaliar a liberação de nitrogênio amoniacal (N-NH3) in vitro proveniente de rações contendo levedura, uréia e farelo de algodão, usadas na alimentação de ruminantes. Os dados relativos ao N-NH3 encontrado nas amostras obtidas durante a primeira hora de fermentação apresentaram diferenças entre as rações preparadas com farelo de algodão e levedura, quando comparadas à ração com uréia, com valores de 7,52; 8,66; e 29,84 mg (mais) de N-NH3/100 mL de fluido ruminal, respectivamente. A mesma tendência foi observada até as 12 horas de fermentação, com valores de 1,05; 1,57; e 8,57 mg N-NH3/100 mL de fluido, para as rações com farelo de algodão, levedura e uréia, respectivamente. A análise dos dados relativos às amostras com 12 horas de fermentação mostrou tendência de diminuição da concentração de N-NH3, atingindo os menores valores neste tempo de incubação. Resumo em inglês The objective of this trial was to evaluate the in vitro ammonia (N-NH3) production in fermentation of diets with different protein sources (dry yeast, urea and cottonseed meal) used for ruminants diets. The data relative to the N-NH3 production measured in the first hour of incubation, showed differences between diets with cottonseed meal and dry yeast, compared with diets with urea, with values of 7.52; 8.66; and 29.84 mg N-NH3/100 mL of ruminal fluid, respectively. The (mais) same pattern was observed until 12 hours of fermentation, with values of 1.05; 1.57; and 8.57 mg N-NH3/100 mL. The analysis of data related to the 12 hourly sample of fermentation showed the trend of decreasing N-NH3/100 mL concentration of ruminal fluid, reaching the lower values on 12 hours of fermentation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

Espécies reativas do oxigênio e as doenças respiratórias em grandes animais/ Reactive oxygen species and the respiratory tract diseases of large animals

Silva, Andreza Amaral da; Gonçalves, Roberto Calderon
2010-04-01

Resumo em português As espécies reativas do oxigênio (ERO) são moléculas instáveis e extremamente reativas capazes de transformar outras moléculas com as quais colidem. As ERO são geradas em grande quantidade durante o estresse oxidativo, condição em que são afetadas moléculas como proteínas, carboidratos, lipídeos e ácido nucleicos. Neste trabalho, são discutidos os principais conceitos sobre os radicais livres e as ERO: principais tipos, sua formação e a forma como atuam s (mais) obre as estruturas celulares, provocando lesão tecidual significativa. Os principais sistemas de defesa antioxidantes e a influência do aumento na produção dessas ERO no trato respiratório de grandes animais também são discutidos, dando ênfase ao envolvimento das ERO em doenças como a pneumonia em ruminantes e na obstrução recorrente das vias aéreas e a hemorragia pulmonar induzida por exercício em equinos. Resumo em inglês The reactive oxygen species (ROS) are unstable and highly reactive molecules capable of transforming other molecules with which they collide. The ROS are generated in large numbers during the oxidative stress, a condition in which molecules are affected such as proteins, carbohydrates, lipids and nucleic acid. This research discussed the main concepts of the free radicals and ROS: main types, their training and how they act on the cellular structures causing significant t (mais) issue injury. The main antioxidant defense systems and the influence of the increase in the production of ROS in the respiratory tract of large animals are also discussed, with emphasis on the involvement of ROS in diseases such as pneumonia in ruminants and recurrent obstruction of the airways and pulmonary hemorrhage induced by exercise in horses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

Espécies e sorovares de Listeria isolados de animais doentes e portadores no Brasil/ Species and serovars of Listeria isolated from sick and clinically healthy animals in Brazil

Hofer, Ernesto; Reis, Cristhiane Moura Falavina dos
2005-06-01

Resumo em português A análise fenotípica de 246 amostras do gênero Listeria isolados de animais portadores e doentes, provenientes de três regiões do país, colecionadas no período de 1971 a 2000, permitiu caracterizar as espécies e sorovares prevalentes. Dentre os animais predominaram os espécimes fecais de bovinos normais (217 amostras, 88,2%), em contraposição aos 29 isolados (11,7%) de Listeria de animais doentes, apresentando comprometimento do sistema nervoso central (15 amos (mais) tras, 6,0%) e outras localizações sistêmicas (14 amostras, 5,6%). Quanto às espécies e sorovares, predominaram L. innocua 6a e não tipável (140 amsotras, 56,9%) e L.monocytogenes 4a (37 amostras, 15,0) e 4b (22 amostras, 8,9%) principalmente nas fezes de bovinos hígidos e nos animais doentes, L. monocytogenes sorovares 4b (14 amostras, 5,6%) com destaque nos ruminantes e 1a (8 amostras, 3,2%) incidindo nas outras espécies animais (roedores e canídeos) e tendo localizações prevalentes em áreas distintas ao sistema nervoso central. Resumo em inglês Two hundred fourty-six strains of the genus Listeria were isolated from sick and clinically healthy animals, collected in three different regions of Brazil during 1971-2000. About 88.2% (217 cultures) yielded Listeria species from faecal specimens of healthy cattle and 29 strains (11.7%) were isolated from sick animals: 15 (6.0%) from central nervous system (CNS) and 14(5.6%) were from otherwise sterile sites. Phenotyping techniques were used to characterize the Listeria (mais) isolates. The commonest were L. innocua 6a and non-typable (140/56.9%), L. monocytogenes 4a (37/15.0%) and 4b (22/8.9%), originated mainly from stools of healthy cattle. From sick animals the predominant species and serovars were L. monocytogenes 4b (14/5.6%), and the higher incidence was observed in ruminants (12/4.8%) and 8/3.2% of the serovar 1a from other animal species (rodents and canines) mainly isolated from CNS samples.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Anticorpos anti-Neospora caninum em bovinos, ovinos e bubalinos no Estado do Rio Grande do Sul/ Antibodies to Neospora caninum in cattle, sheep and water buffalo in Rio Grande do Sul state, Brazil

Vogel, Fernanda Silveira Flôres; Arenhart, Sandra; Bauermann, Fernando Viçosa
2006-12-01

Resumo em português A infecção pelo Neospora caninum é distribuída mundialmente e tem sido considerada uma importante causa de abortos em bovinos, que são hospedeiros intermediários do protozoário. O presente artigo relata um estudo sorológico da infecção pelo N. caninum em 1.024 amostras de bovinos, ovinos e bubalinos, oriundos de 55 propriedades em 16 municípios do Estado do Rio Grande do Sul (RS). Anticorpos contra o agente foram detectados por um teste imunoenzimático do tipo (mais) ELISA em 11,4% (89/781) das amostras de bovinos, em 14,6% (24/164) dos bubalinos e em 3,2% (2/62) dos ovinos. Bovinos soropositivos foram detectados em todos os municípios amostrados. Esses resultados demonstram que a infecção pelo N. caninum encontra-se amplamente difundida no rebanho bovino e também em outras espécies de ruminantes do Estado. Aliados a relatos clínicos e histopatológicos anteriores, esses resultados ressaltam a importância do N. caninum como agente etiológico de falhas reprodutivas em bovinos no RS. Resumo em inglês The infection by Neospora caninum is distributed worldwide and has been considered an important cause of abortion in cattle, which are intermediate hosts of the parasite. The present article reports an serological survey of the N.caninum infection in 1024 serum samples of cattle, sheep and water buffalo from 55 herds in 16 counties of the state of Rio Grande do Sul (RS). Antibodies to the agent were detected by ELISA in 11.4% (89/781) bovine samples, in 14.6% (24/164) wat (mais) er buffalo and in 3.2% (2/62) sheep sera. Positive cattle were detected in all tested counties. These results demonstrate that N. caninum infection is widespread among bovine and other ruminants in the state. Taken together with previous clinical and pathological reports, these results are indicative of the importance of the parasite as the etiological agent of reproductive failure in cattle in RS.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

Fatores nutricionais associados à reprodução da fêmea bovina/ Nutritional factors associated with reproduction in heifers and cows

Sartori, Roberto; Guardieiro, Monique Mendes
2010-07-01

Resumo em português O conhecimento da importância da nutrição sobre a reprodução dos animais, por produtores e pesquisadores, vem de longa data. Entretanto, estudos contemporâneos têm trazido novas perspectivas e informações mais detalhadas desta relação, permitindo um ajuste fino nas manipulações de dietas com o propósito de aumentar a produção e a reprodução em ruminantes. Apesar disso, especialmente em vacas de elevada produção leiteira, ainda há sérios problemas de (mais) fertilidade de ordem multifatorial, mas com grande envolvimento nutricional. Por outro lado, adição de certos ingredientes à dieta, como gordura rica em ácidos graxos polinsaturados, e redução do fornecimento de proteína degradável no rúmen têm, em diversas ocasiões, resultado em incremento nos índices reprodutivos em bovinos leiteiros e de corte. Nesse sentido, este artigo tem a proposta de apresentar e discutir resultados de alguns trabalhos relevantes sobre o tema, principalmente aqueles relacionados à influência da energia ou proteína sobre a reprodução. Resumo em inglês The knowledge of the importance of nutrition on animal reproduction is well known for producers and researchers for a long time. However, contemporary studies have brought new perspectives and further details of this relationship, allowing fine-tuning of diets handling in order to increase production and reproduction in ruminants. Nevertheless, especially in high-producing dairy cows, there are still serious multifactorial fertility problems, with a heavy nutritional invo (mais) lvement. In contrast, addition of certain ingredients to the diet, such as fat rich in polyunsaturated fatty acids and reducing the supply of rumen degradable protein have on several occasions, resulted in an increased reproductive performance in dairy and beef cattle. Thus, this article presents and discusses results of some relevant papers on this subject, especially those related to the influence of energy or protein on reproduction.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

63

Avaliação in vivo da digestibilidade da casca do grão de soja moída com ovinos/ Evaluation of in vivo digestibility of ground soybean hulls with sheep

Tambara, Antônio Augusto Cortíana; Olivo, Clair Jorge; Pires, Maria Beatriz Gonçalves; Sanchez, Luis Maria Bonnecarrère
1995-01-01

Resumo em português O presente trabalho foi conduzido no Departamento de Zootecnia da UFSM com o objetivo de avaliar o valor nutritivo da casca de grão de soja moída sem tostar (peneira 2,38mm, CGSM) para ruminantes. O mesmo constou de um ensaio convencional de digestibilidade in vivo com ovinos, que durou 28 dias. Foram utilizados 23 animais machos castrados, com peso vivo médio de 32,4kg, alojados individualmente em gaiolas metabólicas e sorteados em cinco grupos (tratamentos) de cinco (mais) animais (exceto T4), num delineamento estatístico inteiramente casualizado. Os tratamentos (T) testados foram: T1 = 100% de palha de arroz triturada (PAT); T2 = 75% de PAT + 25% de CGSM; T3 = 50% de PAT + 50% de CGSM; T4 = 25% de PAT + 75% de CGSM e T5 = 100% de CGSM. A CGSM utilizada neste experimento apresentou, com base na matéria seca (MS; 89,19%), 15,67% de proteína bruta (PB), 94,74% de matéria orgânica (MO), 33,82% de fibra bruta (FB), 1,65% de extrato etéreo (EE) e 43,60% de extrativo não nitrogenado (ENN). Verificou-se, através da análise de regressão, um efeito linear altamente significativo (P Resumo em inglês The aim of the present experiment was to evaluate the feeding value of ground not toasted soybean hulls (size = 2.38 mm, GSH), for ruminants. This investigation, consisted of a conventional in vivo digestion trial 28 days using sheep as amodel. Twenty-three animals castrated males with a 32.4kg average body weight (BW), individually lodged in metabolic cages and alloted in five treatments (T) of five animals each (except T4), were used in a completely randomized design (C (mais) RD). The treatments tested were the following: T1 = 100% triturated rice straw (TRS), T2 = 75% TRS + 25% GSH, ^ = 50% TRS + 50% GSH, T4 = 25% TRS + 75% GSH, and T5 = 100% GSH. The GSH used in this experiment had, 94.74% organic matter (OM), 15.67% crude protein (CP), 33.82% crude fiber (CF), 1.65% ether extract (EE), and 43.60% nitrogenfree extract (NFE) with basis on dry matter (DM, 89.19%). There was verified, through analysis of regression, a highly significant ascending linear effect (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

64

Efeito anti-helmíntico do hidrolato de Mentha villosa Huds. (Lamiaceae) em nematóides gastrintestinais de bovinos/ Anthelmintic effect of hidrolact of Mentha villosa Huds. (Lamiaceae) in gastrointestinal nematodes of cattle

Nascimento, Érica Maria; Furlong, John; Pimenta, Daniel Sales; Prata, Márcia Cristina de Azevedo
2009-06-01

Resumo em português Atualmente, o estudo da atividade anti-helmíntica de plantas medicinais em ruminantes tem atraído bastante interesse. Mentha villosa Huds. (Lamiaceae) é uma das espécies de hortelã que tem sido utilizada popularmente devido às diversas propriedades medicinais, inclusive para o controle de verminoses. O presente estudo teve como objetivo testar a atividade anti-helmíntica do hidrolato dessa planta em bezerras infectadas por nematóides gastrintestinais, tanto in vit (mais) ro, pelo método de coprocultura quantitativa, quanto in vivo, por meio do teste de redução no número de ovos de nematóides nas fezes dos hospedeiros. No teste in vitro, o hidrolato nas concentrações de 40%, 60% e 80% e 100% apresentou porcentagem de eficácia de 91,88%, 94,15%, 98,40% e 100%, respectivamente, mostrando atividade ovicida significativa sobre nematóides gastrintestinais em bezerras. Entretanto, os resultados do teste in vivo mostraram ausência de atividade anti-helmíntica do hidrolato de M. villosa na dose de 0,1ml kg dia-1, nos animais tratados. Resumo em inglês Currently, it has been of great interest to study the anthelmintic activity of medicinal plants in ruminants. Mentha villosa Huds. (Lamiaceae) is one of the mint species that has been popularly used based on various medicinal properties, even for the control of nematode infections. This study aimed to test the anthelmintic activity of hidrolact of this plant, both in vitro, by the quantitative coproculture method, and in vivo, in calves infected with gastrointestinal nema (mais) todes, through the egg count reduction test in feces of the hosts. In in vitro tests, the hidrolact at the concentrations 40%, 60% and 80% and 100% obtained percentage of effectiveness of 91.88%, 94.15%, 98.40% and 100% respectively, showing significant ovicidal activity against gastrointestinal nematodes in calves. However, the hidrolact of M. villosa showed no in vivo anthelmintic activity at 0.1ml kg-1 day-1 on the treated animals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

65

Indicadores do ambiente ruminal e suas relações com a composição do leite e células somáticas em diferentes períodos da primeira fase da lactação em vacas de alta produção/ Indicators of rumen environment and their relation with milk composition and somatic cells in the first phase of lactation in high-yielding dairy cows

Campos, Rómulo; González, Félix; Coldebella, Arlei; Cardoso, Felipe
2006-04-01

Resumo em português No atual sistema internacional de pagamento do leite por qualidade, têm-se valorizado dois aspectos fundamentais: a contagem de células somáticas (CCS) e o conteúdo de sólidos totais. O primeiro fator depende da saúde da glândula mamária e o segundo, de maior importância econômica para os laticínios, está relacionado com o manejo alimentar e a raça dos animais. O ambiente ruminal pode modificar a composição do leite, em especial o teor de gordura. A fonte p (mais) rincipal de proteína nos ruminantes depende da síntese de proteína no rúmen. Os atuais sistemas de alimentação, usados em vacas de alta produção, predispõem os animais à apresentação de síndromes metabólicas o que direta ou indiretamente afeta a produção de leite. Objetivou-se, com o presente trabalho, relacionar indicadores do ambiente ruminal (tempo de redução com azul de metileno e pH) e o pH da urina com a composição do leite (sólidos totais) e a CCS. Não foi encontrada associação estatística entre os parâmetros avaliados. Os valores médios dos sólidos não-gordurosos analisados no estudo foram inferiores ao limite estabelecido pela norma oficial do Brasil. Resumo em inglês In the current international milk payment system, where the quality is the main factor; two fundamental aspects have acquired great importance: the somatic cells count and the amount of total solids. The first one depends on the health of the mammary gland and the second factor, which has more economic impact for the dairy industry, is directly related to feeding management and the cattle breed. The environment of the rumen can modify the composition of the milk, speciall (mais) y the fat percentage. The main source of protein in the ruminants depends on the synthesis of protein in the rumen. The current feeding systems used in high-yielding dairy cows, predispose them to the outcome of metabolic syndromes that directly or indirectly affect the milk production. The purpose of this study was to establish a relation between the index of the rumen environment (Methylene blue reduction time and pH) and urinary pH with the composition of the milk and the somatic cells count. None statistical relation was found among the parameters evaluated. The average values of non fat solids in this study were below the official values approved in Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

66

Efeito da monensina na fermentação da proteína de algumas fontes de alimentos/ Effect of monensin on protein fermentation in some feed sources

Lana, Rogério de Paula; Cunha, Luciane Tavares da; Borges, Arnaldo Chaer
2000-12-01

Resumo em português Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da monensina sobre a degradação protéica do farelo de soja, farelo de trigo e fubá de milho. Utilizou-se o líquido de rúmen de um novilho fistulado recebendo 40% de ração concentrada. As incubações foram feitas anaerobicamente a 39ºC, utilizando-se 100 mg de alimentos em 14,7 mL de líquido ruminal e 0,3 mL de etanol contendo ou não monensina dissolvida (5µM de monensina como concentração final (mais) nos tubos de incubação). O farelo de soja, comparado ao farelo de trigo e fubá, apresentou maiores valores de produção de amônia, proteína microbiana, pH final e atividade específica de produção de amônia (AEPA). A maior produção de amônia foi atribuída ao alto teor de proteína e alta degradabilidade do farelo de soja e ao maior pH do meio, que aumenta a atividade de desaminação. O farelo de trigo, por sua vez, apresentou maiores valores de pH final e AEPA que o fubá de milho, demonstrando que o milho é um alimento de menor degradabilidade. A monensina diminuiu a AEPA e a degradabilidade da proteína, embora tenha sido mais efetiva em reduzir a degradação da proteína em maiores valores de pH no meio. A monensina proporciona maior eficiência na utilização da proteína pelos ruminantes, quando a dieta apresenta alta relação proteína/carboidrato fermentecível e o pH ruminal é elevado, como no caso de pastagens de gramíneas novas e leguminosas forrageiras. Resumo em inglês This research aimed to evaluate the monensin effect on protein degradation of soybean meal, wheat middlings and corn meal. The rumen fluid was taken from a fistulated steer fed a 40% concentrate diet. The incubations were done in an anaerobic environment at 39ºC. It was used 100 mg of each feedstuff, 14.7 mL of ruminal fluid and 0.3 mL of ethanol with or without dissolved monensin (5 µM was the final concentration). The soybean meal, compared with wheat middlings and co (mais) rn meal, showed great values of ammonia production, microbial protein, final pH and specific activity of ammonia production (SAAP). The greatest ammonia production was due to higher protein content and high degradability of the soybean meal, associated with higher media pH, that stimulates deamination. The wheat middlings showed greater final pH and SAAP than corn meal, which was a feedstuff with lower degradability. The monensin decreased the SAAP and protein degradability, although it was more effective in reducing protein degradation in higher pH values. Monensin provides higher efficiency of protein utilization by ruminants in diets with high protein/carbohydrate fermentation rates and high ruminal pH, as in the case of young grasses pastures and forage legumes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

67

Consumo, digestibilidade de nutrientes e balanço de nitrogênio da silagem de capim-elefante com adição de pedúnculo de caju desidratado/ Intake, nutrients digestibility and nitrogen balance of elephant grass silages added different levels of dehydrated cashew stalk

Teles, Margareth Maria; Neiva, José Neuman Miranda; Clementino, Rossana Herculano; Rêgo, Aníbal Coutinho do; Cândido, Magno José Duarte; Restle, João
2010-02-01

Resumo em português A presente pesquisa foi realizada com o objetivo de avaliar o valor nutritivo de silagens de capim-elefante contendo níveis crescentes de pedúnculo de caju desidratado (PCD). Foram utilizados 20 ovinos machos e não castrados, seguindo o delineamento experimental inteiramente casualizado, com cinco tratamentos (níveis de adição de 0; 4; 8; 12 e 16%) e quatro repetições. Foram avaliados os consumos e a digestibilidades da matéria seca (MS), da matéria orgânica (M (mais) O), da proteína bruta (PB), da fibra em detergente neutro (FDN), da fibra em detergente ácido (FDA), do extrato etéreo (EE), dos carboidratos totais (CHT), dos carboidratos não fibrosos (CNF), além do valor de nutrientes digestíveis totais (NDT) e do balanço de nitrogênio (BN) das silagens. A adição de PCD não influenciou os consumos de MS, MO, FDN, FDA, CHT e NDT expresso em % PV e g kg-1 PV0,75 e as digestibilidades da MO, PB, FDN, FDA e CHT das silagens. No entanto, a adição do PCD promoveu aumento nos consumos de PB, EE e CNF (% PV e g kg-1 PV0,75), nas digestibilidades do EE e dos CNF e no valor de NDT e balanço de nitrogênio. Por outro lado, a inclusão de PCD na ensilagem do capim-elefante promoveu efeito linear decrescente na digestibilidade da FDA das silagens. Conclui-se que as silagens com adição de PCD podem ser utilizadas como volumoso para ruminantes em razão das melhorias nos consumos de PB, EE e CNF e nas digestibilidades do EE e dos CNF, além do valor de NDT e BN das silagens, recomendando-se a adição de até 16% na matéria natural. Resumo em inglês The nutritive value of elephant grass silages, with increasing levels of dehydrated cashew stalk (DCS) was evaluated. Five addition levels were studied (0; 4; 8; 12 and 16%), using 20 rams in a completely randomized design with five treatments (addition levels) and four replicates (animals). Intake and digestibility of dry matter (DM), organic matter (OM), crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), ether extract (EE), total carbohydrate (mais) s (TC) and non-fibrous carbohydrates (NFC) were determined, as well as total digestible nutrients (TDN) and silages nitrogen balance (NB). DCS did not affect intakes of DM, OM, NDF, ADF, TC and TDN, neither digestibility of OM, CB, NDF, ADF and TC silages. Otherwise, the addition of DCS increased intakes of CP, EE and NFC and digestibility of EE, NFC, as well as TDN values and nitrogen balance. Inclusion of DCS showed linear decreasing digestibility of ADF. It is concluded that addition of DCS to silages of elephant grass up to 16% on a natural basis can be used as a forage source for ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

68

Caracterização das áreas hemófagas da placenta bovina/ Characterization of hemophagous areas of the bovine placenta

Cazerta, Susana M.M.; Miglino, Maria Angélica; Marques, Rodrigo S.; Vulcano, Mirella; Pereira, Flávia T.V.
2007-06-01

Resumo em português A região específica da interface materno-fetal corresponde à zona arcada do placentônio ovino e caprino. Em pequenos ruminantes esta área é também caracterizada por sangue materno extravasado (áreas hemófagas). É possível que o ferro seja transferido para o feto por eritrofagocitose trofoblástica nestas áreas. Para investigar as áreas hemófagas na placenta bovina, foram analisados placentônios de 34 vacas zebuínas gestantes (dois a três, quatro a seis, s (mais) ete a oito, e nove meses de prenhez). O material foi fixado com solução aquosa de formaldeído a 10% e paraformaldeído a 4%, em tampão fosfato, pH 7,4, 0,1M, sendo processado e corado para microscopia de luz e histoquímica. Os hematomas placentários foram observados entre o epitélio uterino e trofoblástico, a partir de três meses de prenhez. A presença de eritrócitos nas células trofoblásticas elucidou a eritrofago-citose. A reação histoquímica de Perl's permitiu provar a existência de ferro férrico no trofoblasto. A reação de PAS foi po-sitiva, marcando substância mucóide nas células epiteliais e, principalmente, nas células binucleadas do epitélio fetal. Baseando-se nas características histológicas e histoquímicas, inferimos que as áreas hemófagas são sítios importantes para a transferência de ferro na placenta bovina. Resumo em inglês The specific region of maternal fetal interface needs to be clarified and corresponds to the "arcade zone" of sheep and goat placentomes. In small ruminants that area is also characterized by macroscopic blood extravasation (hemophagous areas). This occurs possibly because the iron is transferred to the embryo by trophoblastic erytrophagocytosis in these hemophagous placental areas. In order to investigate the hemophagous placental areas in cattle, placentomes of 34 pregn (mais) ant Bos indicus cows (2-3, 4-6, 7-8 and 9 months of gestation) were analyzed. They were fixed by perfusion with 10% formaldehyde aqueous solution and 4% paraformoldehyde in PBS, pH 7.4, 0.1M, processed and stained for light microscopy and histochemistry. The methodology used allowed to observe placental haematomes between the uterine and trophoblastic epithelium since 3 months of pregnancy. Erythrocytes had been found in the trophoblastic cells, elucidating the erytrophagocytosis. Through Perl's histochemical reaction it was possible to prove the existence of ferric iron in the trophoblastic cells. The PAS reaction was positive staining mucoid substance in the epithelial cells, especially in the binucleate cells of the fetal epithelium. Based on histology and histochemistry, it can be inferred that the hemophagous areas are important sites for iron transfer in the bovine placenta.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

69

Composição química e valor nutricional para grandes herbívoros das folhas e frutos de aninga (Montrichardia linifera, Araceae)/ Chemical composition and nutritional value of leaves and fruits of aninga (Montrichardia linifera, Araceae) for large herbivores

Amarante, Cristine Bastos do; Müller, Regina Celi Sarkis; Dantas, Kelly das Graças Fernandes; Alves, Cláudio Nahum; Müller, Adolfo Henrique; Palheta, Dulcidéia da Conceição
2010-12-01

Resumo em português Montrichardia linifera (Araceae), conhecida popularmente como 'aninga', faz parte dos ecossistemas de várzea da Amazônia e da dieta natural de animais como peixe-boi, tartarugas, peixes, búfalo e gado. Com o objetivo de contribuir para o conhecimento químico e valor nutricional da mesma, folhas e frutos de M. linifera foram coletados às margens dos rios Guamá e Maratauíra, no Estado do Pará, Brasil. Em folhas e frutos foram realizadas análises de umidade, resídu (mais) o mineral fixo (cinzas), lipídios, proteínas, fibra bruta, concentração de carboidratos e valor calórico. A composição mineral (Ca, Mg, Cu, Fe, Zn e Mn) foi obtida por espectrometria de absorção atômica de chama. Observou-se que tanto as folhas quanto os frutos da aninga, apesar de calóricos (289,75 kcal e 355,12 kcal, respectivamente), possuem baixo valor protéico (0,44% e 0,24 %, respectivamente). As concentrações de manganês obtidas (folha = 3279,46 mg kg-1e fruto = 18151,53 mg kg-1) foram consideradas tóxicas, extrapolando o limite máximo tolerável para ruminantes (1000 mg kg-1). A M. linifera, tem capacidade de absorver e bioacumular grandes quantidades de Ca, Mg e Mn presentes no solo, o que torna inadequada a sua utilização exclusiva na alimentação de quelônios, bovinos e bubalinos, havendo necessidade de mais estudos para sua aplicação como parte da ração. Resumo em inglês The aninga (Montrichardia linifera, Araceae) is often found in the floodplain ecosystems of the Amazon and is the natural diet of animals such as manatees, turtles, fish, buffalo and cattle. Aiming to contribute to the chemical knowledge and nutritional value of this plant, leaves and fruits of M. linifera were collected on the banks of the Guama and Maratauira rivers, Para State, Brazil. We determined the moisture content, ash mineral composition, lipids, protein, fiber, (mais) carbohydrate and caloric value of the fruits and leaves. The mineral composition (Ca, Mg, Cu, Fe, Zn and Mn) was obtained by flame atomic absorption spectrometry. The leaves and the fruits of M. linifera had caloric values of 289.75 kcal and 355.12 kcal, respectively; and a low protein concentration, 0.44% for leaves and 0.24% for fruits. Manganese concentrations were 3279.46 mg kg-1 for leaves and 18151.53 mg kg-1 for fruits. These Mn concentrations are considered toxic, as they exceed the maximum tolerable for the ruminants (1000 mg kg-1). The M. linifera has the capacity to absorb and bioaccumulate large amounts of Ca, Mg and Mn in the soil, which makes it inappropriate for exclusive use as food for turtles, cattle and buffaloes, requiring more studies for its application as part of the diet.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

70

Padronização da titulação da toxina épsilon de Clostridium perfringens tipo D em linhagem contínua de células como alternativa ao bioensaio animal/ Standardization of the titration of the epsilon toxin of Clostridium perfringens type D in cell line as an alternative to animal bioassay

Souza Júnior, Milton Formiga; Lobato, Zélia Inês Portela; Pires, Prhiscylla Sadanã; Silva, Rodrigo Otávio Silveira; Salvarani, Felipe Masiero; Assis, Ronnie Antunes de; Lobato, Francisco Carlos Faria
2010-03-01

Resumo em português Enterotoxemia, também chamada de doença do rim pulposo, doença que acomete os ruminantes domésticos, é causada pela ação da toxina épsilon produzida pelo Clostridium perfringens tipo D, um anaeróbio comumente isolado do solo e das fezes de animais sadios. O método tradicional de diagnóstico baseia-se na detecção e classificação dessa exotoxina no conteúdo intestinal por meio da soroneutralização em camundongos. Com isso, o objetivo deste estudo foi padro (mais) nizar um teste para detecção e titulação dessa toxina in vitro e compará-lo ao fenômeno in vivo. Para isso, uma partida de toxina épsilon de Clostridium perfringens tipo D foi titulada em camundongos e em várias linhagens contínuas de células. Após a determinação da linhagem celular mais sensível, realizaram-se ensaios de titulação in vitro de diluições de uma partida de toxina, comparando-os com os títulos in vivo conhecidos. Os resultados foram agrupados, e foi desenvolvida a equação matemática que melhor adaptou-se aos intervalos trabalhados. A linhagem MDCK, além de mais sensível, demonstrou que o fenômeno observado in vitro pode ser expresso por meio da equação matemática que apresenta uma correlação de 98,33%, com a dose mínima mortal determinada in vivo. Portanto, a linhagem MDCK permite titular a toxina épsilon de C. perfringens tipo D de forma específica e sensível, além de ser uma técnica prática, rápida e que dispensa o uso de animais. Resumo em inglês Enterotoxemia (also called pulpy kidney disease) is an enteric disease, that affect ruminants, produced by epsilon toxin from Clostridium perfringens type D, an anaerobic commonly isolated from soil and feces of healthy animals. The diagnostic is based on detection of this exotoxin in the intestinal content by soroneutralization in mice. Therefore, this study aimed to standardize a test for detection and titration of the toxin in vitro, and compare it with the phenomenon (mais) in vivo. A volume of epsilon toxin was titrated in mice and in some cell lines. After concluding the most sensitive cell line, were held in vitro titrations of dilutions from a toxin wich one had in vivo titer known. The results were grouped and a mathematical equation was developed. MDCK cell line showed that the phenomenon observed in vitro can be expressed by a mathematical equation wich shows a correlation of 98.33% with a minimum lethal dose determined in vivo. Therefore, the soroneutralization using MDCK allows a specific, sensitive, practical, fast, and doesn't requere use of animal titration of epsilon toxin.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

71

PCR multiplex para identificação de isolados de Clostridium chauvoei e Clostridium septicum/ Multiplex PCR for identification of Clostridium chauvoei and Clostridium septicum

Assis, R.A.; Lobato, F.C.F.; Lobato, Z.I.P.; Camargos, M.F.; Nascimento, R.A.P.; Vargas, A.P.C.; Salvarani, F.M.; Uzal, F.A.
2008-04-01

Resumo em português Padronizou-se uma técnica de reação em cadeia da polimerase múltipla (PCR multiplex) para detecção de Clostridium chauvoei e Clostridium septicum em culturas puras. Foram utilizados pares de iniciadores para segmentos específicos dos genes que codificam a flagelina de C. chauvoei e a toxina alfa de C. septicum. Para avaliaçã o da PCR multiplex, foram testados 16 isolados clínicos de C. chauvoei e 15 isolados de C. septicum provenientes de ruminantes, quatro seme (mais) ntes vacinais de cada um desses agentes. Amostras de referência de ambos os microrganismos foram usadas como controle. Para avaliar a especificidade, DNAs genômicos dos seguintes microrganismos foram usados: C. sordellii, C. novyi tipo A, C. novyi tipo B, C. perfringens tipo A, C. haemolyticum, C. botulinum tipo D, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus, Enterobacter aerogenes, Escherichia coli e Salmonella typhimurium. Todos os isolados e sementes vacinais de C. chauvoei e C. septicum foram detectados pela técnica. Não foram observadas reações cruzadas com as outras espécies de clostrídios, outras espécies bacterianas ou entre C. Chauvoei e C. septicum. As menores concentrações de DNA de C. chauvoei e C. septicum detectadas foram 45pg/µl e 30pg/µl, respectivamente. A PCR multiplex pode ser utilizada para a identificação específica de C. chauvoei e C. septicum em culturas puras. Resumo em inglês Multiplex PCR was optimized to detect Clostridium chauvoei and Clostridium septicum in pure cultures. In each reaction, a pair of primers for a specific segment of the flagellin gene of C. chauvoei and a pair of primers for a specific segment of alpha toxin gene of C. septicum were employed. Reference strains of both microorganisms were used as control. The multiplex PCR was evaluated by testing 16 clinical isolates of C. chauvoei from ruminants, 15 clinical isolates of C (mais) . septicum from ruminants and, four vaccine strains of each one of these agents. Reference strains of both microorganisms were used as control. To evaluate the specificity, genomic DNA of the following microorganisms was used: C. sordellii, C. novyi type A, C. novyi type B, C. perfringens type A, C. haemolyticum, C. botulinum type D, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus, Enterobacter aerogenes, Escherichia coli, and Salmonella typhimurium. All the isolates and vaccine strains of C. chauvoei and C. septicum were positive by PCR assay and cross reactions were not observed with the other species of clostridia, the other bacterial species or amongst both investigated agents. The smallest concentrations of DNA detected from C. chauvoei and C. septicum were 45pg/µl and 30pg/µl, respectively. The multiplex PCR was useful for the specific identification of C. chauvoei and C. septicum in pure cultures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

72

Fatores antinutricionais da casca e da polpa desidratada de café (Coffea arabica L.) armazenadas em diferentes períodos/ Antinutritional factors of the hull and dehydrated pulp of coffee (Coffea arabica L.) stored in different periods

Barcelos, Adauto Ferreira; Paiva, Paulo César de Aguiar; Olalquiaga Pérez, Juan Ramón; Santos, Vander Bruno dos; Cardoso, Roberto Maciel
2001-07-01

Resumo em português Avaliaram-se os teores de cafeína, taninos, lignina e sílica, na casca e polpa de café das cultivares Catuaí, Rubi e Mundo Novo. A polpa foi obtida pela despolpa úmida em despolpador mecânico e, em seguida, seca ao sol até 13% de umidade. Os materiais foram armazenados em sacos de ráfia, em ambiente coberto, ventilado e seco, com amostragem em triplicata a cada 90 dias. A regressão mostrou aumento quadrático de 11,7% no teor de cafeína ao longo de 360 dias de a (mais) rmazenamento. O teor de taninos reduziu-se linearmente ao longo do armazenamento. Os valores de taninos foram de 1,70% comparado a 2,77% nos materiais sem armazenamento, redução de aproximadamente 38,6% no período de um ano. Os teores de lignina reduziram linearmente em 2,6% para a porcentagem de lignina na MS (11,7 para 11,4%) e 5,8% na porcentagem de lignina da FDN (10,4 para 9,8%), nos materiais sem armazenagem comparados a doze meses de armazenamento. Houve diferença significativa entre casca e polpa para a variável sílica. Maior valor de sílica na casca comparado à polpa pode ser decorrente da presença do pergaminho, uma vez que a polpa não o possui. A armazenagem da casca e polpa por um período de doze meses melhora as qualidades destes materiais, uma vez que reduziu os teores de taninos e lignina. Os teores de cafeína encontrados são limitantes na utilização de grandes quantidades desses materiais para ruminantes. Resumo em inglês It was evaluated the caffeine contents of caffeine, tannins, lignin and silica in the hull and pulp of coffee of cultivars Catuaí, Rubi, Mundo Novo. Pulp was obtained by moist pulping in a mechanical pulper and dried in the sun adjusted to 13% moisture. Materials were stored in raffia bag in environment free of moisture and ventilated with samplings every 90 days. The quadratic effect shown increased caffeine content along 360 day storage, this increase was of 11,7% alon (mais) g 12 months. Tannin content was reduced linearly along the storage. The values of tannin were of 2.77% compared with 1.70% in the materials without storage. The reduction was of 38.6% in one year period. Lignin contents were reduced linearly in 2.6% for lignin percentage in DM (11.7 to 11.4%) and 5.8% in the lignin percentage of NDF (10.4 to 9.8%) in the materials with no storage compared to 12-month storage. There was a significant difference between the hull and pulp for the variable silica. Increased value of silica in the hull, compared to the pulp may be due to the presence of parchment in this material, since this pulp does no possess it. The storage of hull and pulp for a 12-month period improves the qualities of these materials since it reduced tannin and lignin contents. The values of caffeine found are limiting in the use of great amounts of those materials for ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

73

Comparação de duas técnicas de isolamento do Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis em amostras de fezes de ovinos com suspeita clínica de paratuberculose/ Comparison of two techniques of isolation of Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis in faecal samples of ovine with clinical suspicion of paratuberculosis

Coelho, Ana Cláudia; Pinto, Maria de Lurdes; Coelho, Adosinda Maria; Rodrigues, Jorge
2009-05-01

Resumo em português A paratuberculose é uma enterite crônica granulomatosa causada por Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis que afeta principalmente os ruminantes. A cultura de bactérias a partir de amostras de fezes e tecidos constitui um dos métodos mais eficazes de diagnóstico, sendo ainda o único método disponível para obtenção de isolamentos e estirpes de micobactérias. Contudo, este método apresenta baixa sensibilidade e requer meses de incubação antes do crescimen (mais) to de colônias. Neste estudo, utilizou-se a cultura fecal como método de diagnóstico em ovinos de diferentes raças portuguesas, com sinais compatíveis com a doença. Fez-se ainda a comparação entre os meios de cultura Löwenstein Jensen® com micobactina® J e o de Middlebrook® 7H11 com OADC®, utilizados no isolamento da bactéria. As percentagens de isolamento em cada um os meios foram de 2,0% (6/300) para Löwenstein Jensen® com micobactina J e 1,0% (3/300) para Middlebrook® 7H11/OADC. As três amostras positivas no meio de Middlebrook® 7H11/OADC também foram positivas no meio de Löwenstein Jensen® com micobactina J e nenhuma foi somente positiva no meio de Middlebrook® 7H11/OADC. Os resultados deste estudo sugerem que o meio de Löwenstein-Jensen® com micobactina® J é mais efetivo para a obtenção de estirpes ovinas em Portugal. Resumo em inglês Paratuberculosis is a chronic enteric disease of ruminants caused by Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. Culture of bacteria from faeces and tissues samples constitutes one of the most effective methods of confirming the diagnosis of para-tuberculosis and the only method available to obtain strains of mycobacteria. However, this method is less sensitive and requires months of incubation before colony growth occurs. In this study, culture method was used on sheep (mais) faeces to diagnose paratuber-culosis in animals with compatible signs of the disease. A comparison of two culture media used to isolation was also investigated. Culture was positive in 2.0% of faecal samples. Isolation was obtained using Löwenstein Jensen® with mycobactin® J, and the Middlebrook® 7H11 with OADC®. The Löwenstein Jensen® with mycobactin® J was that provided highest amount of isolations. The percentages of isolation in each culture media were 2.0% (6/300) to Löwenstein Jensen® with micobactina J, and 1.0% (3/300) to Middlebrook® 7H11/OADC. The three positive samples in Middlebrook® 7H11/OADC were also positive in Löwenstein Jensen® with micobactina J. In the Middlebrook® 7H11/OADC alone there was no sample growth. The results of this study suggest that culture media of Löwenstein-Jensen® with micobactina® J is more effective for the isolation of sheep strains in Portugal.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

74

Digestão total e parcial de alguns componentes de dietas contendo diferentes níveis de casca de soja e Fontes de nitrogênio, em bovinos/ Total and partial digestion of some components of diets containing different levels of soybean hulls and nitrogen sources in steers

Silva, Leandro das Dores Ferreira da; Ezequiel, Jane Maria Bertocco; Azevedo, Paulo Sérgio de; Cattelan, José Wanderley; Barbosa, José Carlos; Resende, Flávio Dutra de; Carmo, Flávio Roberto Gonzaga do
2002-06-01

Resumo em português Este experimento foi realizado para avaliar o efeito de dois níveis de casca de soja (CS) e de três fontes de nitrogênio sobre a digestão total e parcial aparentes no rúmen e nos intestinos. Seis novilhos Holandês x Zebu com idade média de 12 meses e 229 kg de PV foram fistulados no rúmen e no abomaso e distribuídos em quadrado latino 6x6 e alimentados individualmente ad libitum. O consumo e as digestibilidades totais e parciais dos nutrientes foram avaliados. N� (mais) �o houve efeito da fonte de proteína sobre o consumo, quantidades de matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN) e da fibra em detergente ácido (FDA) no rúmen, no abomaso e nas fezes e sobre os coeficientes de digestibilidades destes componentes. O aumento, porém, do nível de casca de soja elevou os coeficientes de digestibilidade de todos os componentes estudados nos locais do trato digestivo, com exceção nos intestinos, onde o nível de casca de soja não afetou a digestão da PB, FDN e da FDA. Os resultados indicam que a casca de soja pode substituir tanto o milho como, parcialmente, a fração volumosa nas rações de ruminantes. A farinha de subproduto avícola e a amiréia podem substituir o farelo de soja nas rações de bovinos sem reflexos negativos sobre a digestão de seus componentes nutritivos. Resumo em inglês This experiment was conducted to evaluate the effect of two levels of soybean hulls and three sources of protein on the total and partial rumen and intestinal digestion. Six Holstein-Zebu steers averaging twelve months of age and 229 kg BW were fistulated in the rumen and in the abomasum and distributed in a 6x6 Latin square and fed ad libitum individually. The consumption and the total and partial digestibility of the nutrients were evaluated. There was no effect of the (mais) source of protein on consumption, amounts of dry matter (DM), organic matter (OM), crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF) and acid detergent fiber (ADF) in the rumen, abomasum and in the faeces and on the digestibility coefficients of these components. On the other hand, increasing the levels of soybean hulls significantly increased the coefficients of digestibility in the whole digestive tract. However, the levels of soybean hulls did not affect the digestion of CP, NDF and ADF in the intestines. The results indicate that soybean hulls can replace maize, due their degradation similarity, and can partially replace the roughage in rations for ruminants, by having high levels of fiber with great potential and speed of ruminal fermentation. Poultry by-product meal and starea can replace soybean meal without negative effects on the digestion of their nutritive components.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

75

Dinâmica de fermentação ruminal in vitro do pseudofruto de cinco clones de cajueiro/ In vitro rumen fermentation dynamics of false fruit from five cashew clone trees

Azevedo, Marcia Mourão Ramos; Vasconcelos, Vânia Rodrigues; Pimentel, José Carlos Machado; Pinto, Bruno Ítalo Sousa; Araújo Neto, José Cardoso de; Carvalho, Adeline de Andrade
2009-04-01

Resumo em português Avaliou-se a dinâmica de fermentação ruminal dos carboidratos totais (CT) e da fibra em detergente neutro (FDN) do pseudofruto de cinco clones de cajueiro (CP 06, CP 09, CP 76, CP 1001 e BRS 189) pela técnica in vitro semi-automática de produção de gases. As leituras de pressão foram realizadas 3, 6, 9, 12, 15, 21, 27, 33, 39, 48, 60 e 72 horas para determinação da degradação dos carboidratos totais e da FDN, pela quantificação do resíduo após 72 horas de (mais) incubação. As curvas de produção cumulativa de gases foram ajustadas utilizando-se os modelos propostos por France e Gompertz para carboidratos totais e fibra em detergente neutro, respectivamente. Na avaliação da degradação dos carboidratos totais, o potencial máximo de produção de gases (Vf) diferiu entre o CP 09 e o BRS 189. O CP 1001 foi o que apresentou menor tempo de colonização. As taxas de fermentação dos CP 09, CP 1001 e CP 06 foram ligeiramente superiores às do CP 76 e dos BRS 189. A taxa de produção de gases apresentou dois picos, às 6 e às 21 horas. O BRS 189 foi o que apresentou menor degradação às 72 horas de fermentação. Na avaliação da fermentação ruminal da FDN, O CP 09 apresentou maior potencial máximo de produção de gases e o CP 06, CP 1001 e BRS 189, maiores taxas de produção de gases. A eficiência microbiana foi maior no CP 09 e a produção cumulativa de gases, no CP 1001. Os pseudofrutos dos clones de cajueiro avaliados têm potencial para uso na alimentação de ruminantes por terem boa qualidade fermentativa. Resumo em inglês The kinetics of ruminal fermentation of total carbohydrates (TC) and neutral detergent fiber (NDF) of false fruit from five clones of cashew tress: CP 06, CP 09, CP 76, CP 1001, BRS 189 was evaluated through semi-automated in vitro gas production technique. The pressure readings and the volume measurements were accomplished after 3, 6, 9, 12, 15, 21, 27, 33, 39, 48, 60 and 72 h. For the determination of the TC and NDF degradation, the residue was quantified after 72 h of (mais) incubation. The cumulative gas production curves were adjusted through models proposed by France and Gompertz for TC and NDF, respectively. For TC, difference between CP 09 and BRS 189 was found for potential gas production (Vf). The CP 1001 was the substrate that presented the shortest colonization time. The CP 09, CP 1001 and the CP 06 presented fermentation rates slightly higher in relation to CP 76 and BRS 189. The existence of two peaks was observed in the gas production rate, for 6 and 21 h. The BRS 189 presented lower degradation at 72 h. For the NDF, CP 09 resulted in higher Vf and the CP 06, CP 1001 and o BRS 189 presented the highest gas production rate. The CP 09 presented had higher microbial efficiency. The cumulative gas production was higher for CP 1001. The false fruit of the cashew trees clones evaluated presented potential for use in the feeding of ruminants due to their good quality, from the fermentative point of view.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

76

Determinação da composição botânica da dieta de ovinos em pastejo na Caatinga/ Evaluation of botanical composition of sheep diet in Caatinga pasture

Santos, Gladston Rafael de Arruda; Batista, Ângela Maria Vieira; Guim, Adriana; Santos, Mércia Virginia Ferreira dos; Silva, Maria José de Araújo; Pereira, Vanda Lúcia Arcanjo
2008-10-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar o efeito do local da fistula e do horário de coleta sobre a composição botânica da dieta selecionada. Utilizaram-se dez ovinos mestiços Santa Inês, castrados (cinco com cânulas permanentes no rúmen e cinco com cânulas no esôfago), em pastejo na Caatinga com água e mistura mineral à vontade. Foram identificadas 39 espécies na extrusa dos ovinos, com participação média de 20 espécies por mês de coleta, além de outras espécies da fam� (mais) �lia Poaceae, que não foram identificadas. Houve efeito do mês de coleta sobre a composição botânica da extrusa e das frações das plantas selecionadas pelos ovinos. A folha foi a fração mais consumida e correspondeu a 55% do total da extrusa. O componente caule foi influenciado pela interação mês x hora de coleta. O local da fistula e o horário de coleta não influenciaram a composição botânica da dieta. No entanto, as interações mês de coleta x tipo de fistula e mês de coleta x hora de coleta influenciaram a composição botânica e a porcentagem das frações da planta na extrusa. O índice de seletividade das espécies variou ao longo do mês e esteve diretamente relacionado ao comportamento ingestivo dos ovinos. A dieta selecionada pelos ovinos é muito diversificada e caracteriza-se pela maior proporção de espécies malváceas e poáceas. Em comparação à fístula esofágica, a fistula ruminal possibilita melhor caracterização da composição botânica da dieta de pequenos ruminantes. Resumo em inglês This study was carried out to evaluate the effect of cannula placement site and hour of collection on the botanical composition of sheep diet. Ten castrated sheep Santa Inês breed were used, with five of them using permanent ruminal cannula and the five others with esophageal cannula. Water and mineral mix were available ad libitum. Samples collected from both cannulas revealed 39 species with an average of 20 species occurring in each monthly sampling. In addition, othe (mais) r Poaceae species were not identified. There was a significant effect of collection time on the botanical composition and on the plant fractions selected by the sheeps. Leaf was the most consumed fraction, corresponding to 55% of the extrusa sample. Stem proportion was affected by month x hour of collection interaction. There was no effect of the place of fistula or time of collection on botanical composition of the diet, however, the interaction of month of collection, fistula placement and, time of collection affected botanical composition and proportion of plant fractions consumed. The selectivity index varied during the study for several species, being directly related to the ingestive behavior of the sheep. Feed selected by sheep presented a large number of plant species with malvaceae and poaceae being the most important families. Ruminal cannula instead of esophageal cannula can be used to characterize the botanical composition of the diet consumed by small ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

77

Biópsia hepática por laparotomia paracostal em bovinos e búfalos/ Paracostal liver biopsy in cattle and buffalo

Minervino, Antonio Humberto Hamad; Barrêto Júnior, Raimundo Alves; Rodrigues, Frederico Augusto Mazzocca Lopes; Ferreira, Rodrigo Nogueira Fernandes; Saut, João Paulo Elsen; Queiroz, Genilson Fernandes; Reis, Leonardo Frasson dos; Ortolani, Enrico Lippi
2009-06-01

Resumo em português A técnica de biópsia hepática em ruminantes tem importante valor no diagnóstico clínico de doenças tóxicas e metabólicas, em especial nos desequilíbrios minerais. As técnicas mais comumente utilizadas restringem análises devido ao limitado volume de tecido obtido. No presente trabalho, avaliou-se o uso de uma técnica de biópsia hepática por laparotomia paracostal em bovinos e búfalos. Foram utilizados 10 bovinos e 10 búfalos hígidos. Os animais foram mant (mais) idos em estação, sedados com xilazina e infiltrados localmente com lidocaína e epinefrina. O acesso à cavidade abdominal foi realizado por meio de uma incisão dorso-ventral de 15cm no flanco direito, iniciada ventralmente (cerca de 4-5cm) ao processo transverso da 2a ou 3a vértebra lombar e situada caudalmente (cerca de 4cm) e paralelamente à 13a costela, obtendo-se visualização do fígado. Foi então realizado pinçamento do bordo caudal do órgão com pinça Doyen para remoção de fragmento hepático (2 a 4g). Procedeu-se o fechamento da cavidade abdominal como de rotina. Foram analisados os parâmetros bioquímicos e hematológicos antes do procedimento (tempo zero) e após 24 horas, 48 horas, 5 dias e 10 dias após a biópsia. Todas as variáveis bioquímicas estudadas retornaram aos valores basais 5 e 10 dias após o procedimento nos bovinos e búfalos, respectivamente. O tempo médio de cirurgia por animal foi de 25 minutos. A biópsia hepática por laparotomia paracostal demonstrou ser uma técnica eficaz e de baixo risco à saúde dos animais, permitindo a coleta de suficiente quantidade de tecido hepática para realização de múltiplas análises. Resumo em inglês Liver biopsy in ruminants is an important technique for clinical diagnosis of toxic and metabolic diseases, especially mineral disorders. The most frequent procedures used so far results in an small amount of liver and not enough for multiple tests. The present study aims to evaluate the efficacy of paracostal laparotomy liver biopsy technique in cattle and buffalo and to follow possible changes on biochemical and hematological profiles caused by the surgery. Ten cattle a (mais) nd ten buffalo were used in this study. The animals were kept on their normal position and sedated with xilazin and locally infiltrated with lidocain and epinefrin. The access to abdominal cavity was carried through a right paracoastal laparotomy, ventrally to the transverse process of 2nd or 3rd lombar vertebra. A small portion of the hepatic caudal lobe (2 to 4g) was clinched by a Doyen clamp and removed. The abdominal cavity was closed as normally routine. Blood samples were taken to biochemical tests and hemogram before the procedure, and 24h, 48h, 5 and 10 days later. The technique was practical and easy to be performed (took approximately 25 minutes). The technique described here was efficient and offers low risk to animal health and provided enough amount of liver tissue for multiple tests.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

78

Avaliação do feno de Arachis pintoi utilizando o ensaio de digestibilidade in vivo/ Evaluation of Arachis pintoi hay using in vivo digestibility trial

Ladeira, Márcio Machado; Rodriguez, Norberto Mario; Borges, Iran; Gonçalves, Lúcio Carlos; Saliba, Eloísa de Oliveira Simões; Brito, Sérgio Corrêa; Sá, Leonardo Augusto Pinto de
2002-11-01

Resumo em português Utilizaram-se seis ovinos, sem raça definida, para avaliar o consumo e as digestibilidades aparentes totais da matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), carboidratos totais (CHO), fibra em detergente neutro (FDN), carboidratos não fibrosos (CNF), fibra em detergente ácido (FDA), celulose (CEL), hemicelulose (HCEL) e energia do feno de Arachis pintoi. Também foi determinado o balanço de nitrogênio. Os animais foram coloc (mais) ados em gaiolas metabólicas e receberam apenas o feno de A. pintoi mais sal mineral como componentes da dieta. O Arachis pintoi foi colhido com aproximadamente 100 dias. O fornecimento do feno foi ad libitum, sendo a quantidade calculada para permitir sobras de 20%. O experimento teve 20 dias de duração, sendo 15 dias de adaptação e cinco dias para coletas de amostras do feno, sobras, fezes e urina. Foi utilizado o óxido crômico, em duas doses diárias de 1 g cada, como indicador externo para estimar a produção fecal. Os consumos de MS e MO do A. pintoi foram 90,17 e 85,67 g/kg0,75, respectivamente. Os teores de PB, nutrientes digestíveis totais (NDT) e energia metabolizável (EM) foram, respectivamente, 14,3%, 66,4% e 2,0 Mcal/kg MS. O balanço de nitrogênio (N) foi de 12,1 g/dia e representou 40,2% de todo N consumido. As digestibilidades aparentes totais da MS, MO, PB, EE, CHO, FDN, CNF, FDA, CEL, HCEL e energia foram 64,4, 68,4, 70,0, 63,4, 68,2, 53,6, 93,3, 47,2, 62,8, 66,8 e 63,7%, respectivamente. O feno de Arachis pintoi apresentou consumo e digestibilidades dos nutrientes elevados para uma forrageira, permitindo assim fornecer nutrientes em quantidades suficientes para ganhos de peso satisfatórios, o que dá maior suporte para o uso dessa leguminosa na alimentação de ruminantes. Resumo em inglês Six sheep were used to evaluate intake and total apparent digestibilities of dry matter (DM), organic matter (OM), crude protein (CP), ether extract (EE), total carbohydrates (CHO), neutral detergent fiber (NDF), non fibrous carboidratos (NFC), acid detergent fiber (ADF), cellulose (CEL), hemicellulose (HCEL) and energy of Arachis pintoi hay. Nitrogen balance was also determined. Animals were kept in metabolic cages and received A. pintoi hay plus mineral salt. The Arachi (mais) s pintoi was harvested with approximately 100 days. The supply of the hay was ad libitum with 20% allowed refusals. The experiment had 15 days of adaptation period and five days for sampling of hay, refusals, feces and urine samples. Chromium oxide was used as external marker to estimate fecal production. The intake of DM and OM of A. pintoi was 90.17 and 85.67 g/kg0.75, respectively. The crude protein, total digestible nutrients (TDN) and metabolizable energy (EM) were, respectively, 14.3%, 66.4% and 2.0 Mcal/kg DM. The nitrogen (N) balance was 12.1 g/day and represented 40.2% of total intake N. The total apparent digestibilities of DM, OM, CP, EE, CHO, NDF, NFC, ADF, CEL, HCEL and energy were 64.4, 68.4, 70.0, 63.4, 68.2, 53.6, 93.3, 47.2, 62.8, 66.8 and 63.7%, respectively. The Arachis pintoi hay showed high intake of digestible nutrients for a tropical legume forages, what gives support for its use in the feeding of ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

79

Estimativa das frações dos carboidratos, da casca e polpa desidratada de café (Coffea arabica L.) armazenadas em diferentes períodos/ Estimate of the carbohydrate fractions of the coffee hulls and dehydrated pulp of coffee (Coffea arabica L.) stored for different period

Barcelos, Adauto Ferreira; Paiva, Paulo César de Aguiar; Olalquialga Pérez, Juan Ramón; Cardoso, Roberto Maciel; Santos, Vander Bruno dos
2001-10-01

Resumo em português O objetivo do experimento foi estimar as frações A, B1, B2 e C dos carboidratos da casca e da polpa desidratada das cultivares de café Catuaí, Rubi e Mundo Novo. A polpa foi obtida pela despolpa úmida em despolpador mecânico e, em seguida, seca ao sol até 13% de umidade. Os materiais foram armazenados em sacos de ráfia em ambiente coberto, ventilado e seco, com amostragem em triplicata a cada 90 dias. As frações foram determinadas conforme descrito no modelo do (mais) CNCPS. Houve acréscimo no teor das frações A e B1 e redução nas frações B2 e C, à medida que se aumentou o tempo de armazenamento. A cultivar Catuaí, apresentou maior valor para a fração A, comparada a Rubi e Mundo Novo. Essa diferença chegou a 28%, em relação a Mundo Novo. A fração B1 foi maior nas cultivares Catuaí e Rubi, comparada a Mundo Novo. A cultivar Mundo Novo apresentou maior valor para a fração B2 comparada às cultivares Catuaí e Rubi. Não foi encontrada diferença significativa entre as cultivares na fração C. A casca de café apresentou maior valor para as frações A e B1 e menor para a fração B2 comparada à polpa desidratada, ao passo que a fração C foi maior na polpa em comparação à casca de café. O armazenamento por doze meses alterou a proporção dos carboidratos, reduzindo as frações de degradabilidade lenta e não degradável, em detrimento da fração de degradabilidade rápida. A casca e polpa são materiais com alta proporção de carboidratos indisponíveis, o que pode limitar a sua utilização em grandes quantidades para os ruminantes. Resumo em inglês The coffee hull and pulp dehydrated carbohydrate fractions A, B1, B2 and C, were evaluated according to the CNCPS. Three coffee cultivars were evaluated: Catuaí, Rubi and Mundo Novo. Pulp was obtained by moist pulping in a mechanical pulper and dried in the sun adjusted to 13% moisture. Materials were stored in raffia bags in environment free of moisture and well ventilated. Samplings were taken every 90 days. The equations utilized for determining fractions were reporte (mais) d in the CNCPS model. There was an increase in the fraction A and B1 content and reductions in fractions B2 and C as the storage time increased. The Catuaí cultivar presented a higher fraction A value, compared to Rubi and Mundo Novo. Fraction B1 was greater in the cultivars Catuaí and Rubi compared to Mundo Novo. The cultivar Mundo Novo presented higher value for fraction B2 compared to the cultivars Catuaí and Rubi. No significant differences were found among the cultivars for fraction C. Coffee hull presented higher values for fractions A and B1 and lower for fraction B2 compared to dehydrated pulp, whilst fraction C was greater in the pulp as compared with coffee hull. The storage for 12 months changed the ratio of the carbohydrates, reducing the slow degradability and undegradable fractions and increasing the fast degradability fractions. Pulping process reduces sugars and pectin. Hull and pulp are materials with a high ratio of unavailable carbohydrates, which may limit its use in great amounts for ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

80

Imunidade inata da glândula mamária bovina: resposta à infecção/ Innate immunity of the bovine mammary gland: response to infection

Carneiro, Deolinda Maria Vieira Filha; Domingues, Paulo Francisco; Vaz, Adil Knackfuss
2009-09-01

Resumo em português A imunidade na glândula mamária pode ser classificada, assim como em outros sistemas, em inata ou inespecífica e adaptativa ou específica. A imunidade inata é a defesa predominante durante os estágios iniciais da infecção. As respostas inespecíficas estão presentes no local da infecção ou são ativadas rapidamente por numerosos estímulos e não aumentam pela exposição repetida ao mesmo agente etiológico. O primeiro obstáculo enfrentado por um patógeno pa (mais) ra adentrar o úbere é composto pela barreira formada pelo esfíncter do teto e pelo tampão de queratina formado pelo epitélio queratinizado. Uma vez que o microrganismo tenha atravessado o canal do teto e alcançado a cisterna mamária, passam a atuar diversos fatores solúveis e celulares. Dentre os fatores solúveis, estão presentes: lactoperoxidase, sistema complemento, citocinas, lactoferrina, lisozima e NAGase. As defesas celulares inespecíficas na glândula mamária são representadas pelos neutrófilos, pelos macrófagos e pelas células natural killer. Na medida em que esses mecanismos funcionam adequadamente, a maioria dos patógenos será rapidamente eliminada antes que o sistema imune específico seja ativado, sem resultar em alterações na quantidade ou qualidade do leite produzido. Uma melhor compreensão sobre os mecanismos de defesa da glândula mamária e suas alterações durante os períodos críticos da infecção é imprescindível para o desenvolvimento de métodos mais eficazes de profilaxia e controle da mastite, a principal doença dos ruminantes leiteiros. O presente estudo revisou os principais aspectos responsáveis pelo desenvolvimento da imunidade inata na glândula mamária bovina. Resumo em inglês The immunity in the mammary gland can be, as in other systems, classified in innate or adaptive immunity. The innate immunity is the predominant defense during the initial periods of infection. The non-specifics answers are present or are quickly activated in the infection's site by numerous stimulations, and these answers are not enhanced by repeated exposure to the same agent. The first obstacle to be faced by the agent is the barrier represented by the teat sphincter a (mais) nd the keratin plug. When the pathogenic agent crosses the teat canal and reaches the teat cistern, starts to act the humoral factors and the phagocytic cells starts do act. Among the humoral mediators there are the lactoperoxidase, complement, cytokines, lactoferrin, lysozyme and NAGase. The non-specific cellular defenses are represented by neutrophils, macrophages and natural killer cells. If these mechanisms have been functioning adequately, the majority of pathogens will be eliminated in a short time, before the specific immune system be activated. The fast elimination of the microorganisms will not allow these alterations in the amount or quality of produced milk. The best understanding of the defense mechanisms of the mammary gland and its alterations during the critical periods of infection, is an useful tool in devising and developing methods to control the mastitis, the major illness of dairy ruminants. This paper overviewed the most important aspects of the innate immunity of bovine mammary gland.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

81

Polioencefalomalacia experimental induzida por amprólio em ovinos/ Experimentally amprolium-induced polioencephalomalacia in sheep

Sant'Ana, Fabiano J.F. de; Nogueira, Ana Paula A.; Souza, Roosevelt I.C.; Cardinal, Suzamar G.; Lemos, Ricardo A.A.; Barros, Claudio S.L.
2009-09-01

Resumo em português Para estabelecer um modelo experimental para o estudo da etiologia, patologia e patogênese da polioencefalomalacia em ruminantes, a condição foi induzida em cinco ovinos pela administração oral de amprólio nas doses diárias de 500 e 1.000mg/kg de peso animal, respectivamente por 28-59 dias e 13-39 dias. Todos os ovinos morreram ou foram eutanasiados in extremis após um curso clínico de 3-7 dias. Os sinais clínicos incluíam depressão, incoordenação, midríase (mais) , bruxismo, cegueira e decúbito com opistótono e movimentos de pedalagem. Salivação excessiva e posição de cavalete foi observada em um ovino e mioclonias em um outro. Os principais achados de necropsia restringiam-se ao sistema nervoso central e incluíam tumefação do encéfalo com achatamento dos giros telencefálicos e hemorragias nos lobos parietal e occipital do telencéfalo; as hemorragias ocorriam também nas áreas submeníngeas da medula espinhal e do mesencéfalo. Histologicamente, havia necrose segmentar laminar de neurônios (neurônios vermelhos) associada a edema, tumefação de células endoteliais, hemorragias e infiltração por macrófagos espumosos (células gitter). Essas alterações eram mais marcadas nos lobos frontal, parietal e occipital do telencéfalo e havia uma demarcação abrupta entre as lesões e o neurópilo normal adjacente. Adicionalmente, lesões semelhantes, mas menos acentuadas, eram observadas no mesencéfalo, tálamo e hipocampo. Levando em consideração a reproducibilidade regular dos aspectos da polioencefalomalacia em ovinos pela administração de amprólio, esse modelo pode ser útil para o estudo da doença. Resumo em inglês In order to establish an experimental model for the study of the etiology, pathology, and pathogenesis of polioencephalomalacia in ruminants, the condition was induced in five sheep by oral administration of amprolium at daily doses of 500 and 1,000mg per kg of body weight respectively for 28-59 days and for 13-39 days. All sheep died or were euthanized in extremis after illness of 3-7 days. Clinical signs included depression, incoordination, midriasis, grinding of the te (mais) eth, blindness, and laying down with opisthotonus and paddling movements. Drooling and a sawhorse stance were observed in one sheep and myoclonus in another one. Main gross lesions were restricted to the central nervous system and included swelling of the brain with flattening of telencephalic gyri, and hemorrhages in the parietal and occipital lobes of the telencephalon, in the submeningeal areas of the spinal cord and in the mesencephalon. Histologically, there was segmental laminar neuronal necrosis (red neurons) associated with edema, swelling of endothelial cells, hemorrhages and infiltration by foamy macrophages (gitter cells). These changes were more marked in the frontal, parietal and occipital telecephalic lobes and there was sharp demarcation between the lesions and the adjacent normal neuropile. Additionally, similar, but less marked lesions were seen in the mesencephalon, thalamus and hippocampus. Considering the consistent reproducible aspects of polioencephalomalacia in sheep using amprolium, this may be an useful model for the study of the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

82

Aspectos microscópicos do lábio do bugio ruivo (Alouatta fusca clamitans)/ Microscopic aspects from howler monkey's (Alouatta fusca clamitans) lip

Pereira, Marcia Elisa; Silveira, Aron Ferrreira da; Silveira, Sérgio Oliveira
2002-01-01

Resumo em português O Bugio Ruivo (Alouatta fusca clamitans) é uma das três espécies de primatas encontradas no Estado do Rio Grande do Sul. É uma espécie animal herbívora, com dieta composta por frutos, folhas, sementes e flores. A literatura em histologia de animais selvagens, especialmente os da fauna brasileira, é muito escassa. Este trabalho visa caracterizar a composição histológica do lábio em Bugio Ruivo. Para a realização deste trabalho foi utilizado um Bugio Ruivo, mac (mais) ho, adulto que veio a óbito. Fragmentos de aproximadamente 1 cm³ do lábio superior foram colhidos e imersos em solução de formol tamponado a 10%. O material foi processado por métodos histológicos, a inclusão feita em parafina e as colorações em Hematoxilina-Eosina, Goldner e Mallory. O Bugio Ruivo apresenta o lábio superior semelhante as espécies de animais domésticos. A pele apresenta estruturas como glândulas e folículos pilosos típicos, com presença de folículos táteis. Na superfície livre a derme é ausente de qualquer tipo de glândula e folículos pilosos. A mucosa labial, assim como a superfície livre, apresenta epitélio estratificado pavimentoso queratinizado sendo a queratinização uma conseqüência da dieta composta por alimentos grosseiros. Glândulas do tipo mucosa são encontradas na submucosa labial, assemelhando-se as glândulas mucosas de carnívoros e pequenos ruminantes domésticos mas diferem das glândulas labiais do homem que são do tipo mista. Tanto na derme papilar da pele como na lâmina própria da mucosa labial predominam as fibras colágenas. Apesar do Bugio Ruivo ser um primata suas glândulas labiais diferem-se do homem e a queratinização do epitélio, ausente no homem, está presente no Bugio Ruivo. Resumo em inglês The Howler Monkey (Alouatta fusca clamitans) is one of the three species of prim ates found at Rio Grande do Sul state. It is an herbivorous specie, with diet composed by fruits, leafs, seeds and flowers. The wild animals literature, specially that from brazilian wildlife, is very limited. The aim of this article is to characterize the histologyc composition of the Howler Monkey's lip. An adult, male Howler Monkey that died naturally was used to do the histologiyc study. (mais) Were collected peaces of 1 cm³ from the upper lip and subsequently put in a 10% tamponade formol solution. This material was processed by histologyc methods with the inclusion being made in paraffin and was used Hematoxilin-Eosine, Goldner and Mallory as colouring techinques. The Howler Monkey's histologyc structure is similar of that from domestic animals. The skin shows structures like typical glands and pilous follicle, and tactile follicles are present. The dermic free surface has no glands or pilous follicle. Like the free surface, the lip mucosa has a keratinized pavimentous stratified epithelium, with the keratin being a consequence of its rough diet. Mucous glands are found at the lip submucosa layer, being similar from those mucous glands from carnivorous and small domestic ruminants, but are diferent from those glands found at the human lip. Colagenous fibers predominate at the papillary derm of the skin and at the lip lâmina propria mucosae. Despite of being a primate, the glands from Howler Monkey's lip are different from human beings, and unlike human, keratinization is present.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

83

Substituição da palma-gigante por palma-miúda em dietas para bovinos em crescimento e avaliação de indicadores internos/ Replacement of giant forage cactus by small forage cactus to growing dairy cattle diets and evaluation of internal markes

Torres, Luiz Carlos Leal; Ferreira, Marcelo de Andrade; Guim, Adriana; Vilela, Márcio da Silva; Guimarães, Amanda Vasconcelos; Silva, Emmanuelle Cordeiro da
2009-11-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar a substituição da palma-gigante por palma-miúda em dietas para bovinos em crescimento sobre o consumo e a digestibilidade dos nutrientes. Também foram avaliados dois períodos de incubação (144 e 288 horas) para obtenção da fração indigestível da matéria seca, fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido. Utilizaram-se cinco novilhas da raça Holandesa com peso inicial de aproximadamente 220 kg, distribuídas em quadrado latino (mais) 5 × 5 e alojadas em baias individuais cobertas, com piso de concreto e dotadas de comedouros de alvenaria e bebedouros individuais. As dietas experimentais foram à base de palma forrageira, bagaço de cana, farelo de soja, ureia e mistura mineral nas proporções 38,0; 42,0; 18,0; 0,5 e 1,5% na base da matéria seca, respectivamente, com 0; 25; 50; 75 ou 100% de substituição da palma-gigante pela palma-miúda. Os consumos e a digestibilidade de matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, extrato etéreo, nutrientes digestíveis totais, carboidratos totais, carboidratos não-fibrosos e fibra em detergente neutro, não foram afetados pela substituição. A matéria seca indigestível (incubada por 144 horas), a fibra em detergente neutro e a fibra em detergente ácido indigestíveis (incubadas por 288 horas) permitiram estimar a produção de matéria seca fecal e a digestibilidade de matéria seca de maneira semelhante ao método de coleta total de fezes. A palma miúda pode substituir integralmente a palma gigante e a matéria seca indigestível incubada por 144 horas e a fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido indigestíveis incubadas por 288 horas podem ser utilizadas em estudo de digestibilidade com ruminantes. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate the replacement of giant forage cactus (Opuntia ficus indica Mill) by small forage cactus (Nopalea cochenillifera) in diets for growing cattle on the nutrient intake and digestibility. Two incubation periods were also assessed (144 and 288 hours) to obtain the indigestible fractions of dry matter, neutral detergent fiber and acid detergent fiber. Five Holstein heifers were used, approximately 220 kg initial weight placed in a 5 (mais) × 5 Latin square design and housed in individual covered, stalls with concrete floor and equipped with masonry feeders and individual drinkers. The experimental diets were based on forage cactus, sugarcane bagasse, soybean meal, urea and mineral mixture, at the proportion of 38.0, 42.0, 18.0, 0.5 and 1.5%, respectively, on dry matter bases, with 0, 25, 50, 75 and 100% of replacement of giant forage cactus by small forage cactus. The intakes and digestibility coefficients of dry matter, organic matter, crude protein, ether extract, total digestible nutrients, total carbohydrates, non-fiber-carbohydrates and neutral detergent fiber were not affected by the replacement. The indigestible dry matter (incubated for 144 hours), indigestible neutral and acid detergent fiber (incubated for 288 hours) made possible to estimate the fecal dry matter production and the dry matter digestibility similar to the total feces collection. The small forage cactus can fully replace the giant forage cactus and the indigestible dry matter incubated for 144 hours and the indigestibles neutral and acid detergent fiber incubated for 288 hours can be used in a digestibility study with ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

84

Desempenho de ovinos e respostas de pastagens de tifton 85 (Cynodon spp.) sob lotação contínua/ Pasture and sheep performance on tifton 85 (Cynodon spp.) pastures under continuous stocking

Carnevalli, Roberta Aparecida; Silva, Sila Carneiro da; Fagundes, Jaílson Lara; Sbrissia, André Fischer; Carvalho, Carlos Augusto Brandão de; Pinto, Luiz Felipe de Moura; Pedreira, Carlos Guilherme Silveira
2001-03-01

Resumo em português A utilização de pastagem como principal fonte de alimento para ruminantes vem crescendo nos últimos tempos devido a seu baixo custo de produção. Nesse sentido, plantas forrageiras que apresentem bom desempenho quando submetidas a pastejo e possuam flexibilidade de uso têm despertado grande interesse. Nesse contexto, foram avaliados o desempenho de ovinos e as características de pastagens de Tifton 85. Os pastos foram mantidos sob quatro intensidades de pastejo (tra (mais) tamentos) correspondentes às alturas de 50, 100, 150 e 200 mm por ovinos em regime de lotação contínua com carga variável no período de agosto/1998 a abril/1999. Os dados foram reunidos por estação do ano (primavera e verão). Os tratamentos foram alocados às unidades experimentais aleatoriamente num delineamento de blocos completos com quatro repetições. Cada unidade experimental (400 m²) foi pastejada por, no mínimo, dois cordeiros marcadores de ganho de peso para estimar a resposta animal, com três gaiolas de exclusão para determinar o acúmulo de forragem. As respostas avaliadas foram: proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, lignina, digestibilidade 'in vitro' da matéria orgânica (DIVMO) e composição morfológica da forragem como pastejada e a proporção de folhas, pseudohastes e material morto nos pastos, densidade de forragem, taxa de acúmulo de forragem, capacidade de carga animal, disponibilidade de forragem, ganho de peso por animal e por hectare e estimativas de consumo. As diferenças observadas em valor nutritivo foram maiores para os pastos de 50 mm, os quais apresentaram os maiores valores de PB e DIVMO. O desempenho animal foi mais dependente da capacidade de carga animal e da disponibilidade de forragem nos pastos mais altos (150 e 200 mm) apresentando os melhores desempenhos. Tanto desempenho animal quanto pro-dução de forragem aumentaram no verão, como consequência do aumento das taxas de acúmulo de matéria seca. Resumo em inglês The use of pastures for feeding ruminants is increasing in recent years due to its low cost comparatively to other sources of feed. In that sense, forage plants with good performance under grazing and presenting high flexibility of utilisation have raised a great deal of interest. In this context, pasture and animal performance were evaluated on Cynodon spp. (cultivar Tifton 85) swards kept in four steady state conditions (50, 100, 150 and 200 mm sward surface heights - S (mais) SH) with sheep grazing under continuous stocking and variable stocking rate from august/1998 to april/1999. Treatments corresponded to the SSH and were allocated to experimental units according to a complete randomised block design with four replications. Individual experimental units (400 m² each) were grazed, at least, by two lambs to estimate animal responses, with three exclosure cages for herbage accumulation measurements. Experimental responses evaluated were: crude protein (CP), neutral detergent fiber, acid detergent fiber and lignin, and in vitro organic matter digestibility (IVOMD). In addition, morphological composition of the "grazed" forage, proportion of leaf, stem and dead material in swards, sward bulk density, herbage accumulation rate, carrying capacity, herbage allowance, liveweight gain per animal and per hectare were estimated, along with herbage intake. Despite the differences observed in the overall nutritive value (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

85

Intoxicação por Ipomoea carnea subsp. fistulosa (Convolvulaceae) em caprinos na Ilha do Marajó, Pará/ Poisoning by Ipomoea carnea subsp. fistulosa in goats in the Marajó island, Pará

Oliveira, Carlos Alberto; Barbosa, José Diomedes; Duarte, Marcos Dutra; Cerqueira, Valíria Duarte; Riet-Correa, Franklin; Tortelli, Fábio Py; Riet-Correa, Gabriela
2009-07-01

Resumo em português Ipomoea carnea subsp. fistulosa é uma planta que contém swainsonina causando doença de depósito lisossomal em ruminantes, principalmente em caprinos na região Nordeste do Brasil. Para o estudo das plantas tóxicas da Ilha de Marajó, foram visitadas sete propriedades rurais na Ilha de Marajó, seis localizadas no município de Cachoeira do Arari e uma no município de Soure. Em todas as propriedades visitadas as pastagens eram constituídas de campo nativo, tinham po (mais) uca disponibilidade de forragem e I. carnea subsp. fistulosa encontrava-se em grande quantidade. Nas três propriedades onde eram criados caprinos foram observados animais com sinais nervosos, incluindo tremores de intenção, aumento da base de sustentação quando em estação, ataxia, hipermetria, nistagmo, paresia espástica ou debilidade, alterações posturais, perda de equilíbrio e quedas. Em duas fazendas a prevalência foi de 32% (23/71) e 100% (32/32) e em outra havia um animal com sinais acentuados e o resto do rebanho, de 19 caprinos, não foi examinado clinicamente. Bovinos, ovinos e bubalinos não foram afetados. Foram eutanasiados e necropsiados seis caprinos que apresentavam sinais clínicos acentuados. Macroscopicamente não foram observadas alterações. Na histologia observou-se vacuolização do pericário de neurônios e do citoplasma de células epiteliais da tireóide, rim, fígado, pâncreas e macrófagos de diversos órgãos. No sistema nervoso central a vacuolização era mais grave nos neurônios de Purkinje do cerebelo e nos neurônios dos núcleos cerebelares e do tronco encefálico. Observaram-se também degeneração walleriana dos axônios e gliose. A alta freqüência da intoxicação nas três fazendas que criavam caprinos sugere que a intoxicação por I. carnea subsp. fistulosa é muito importante para caprinos na Ilha de Marajó, onde há abundante quantidade da planta, que permanece verde durante todo o período seco. Resumo em inglês Ipomoea carnea subsp. fistulosa is a swainsonine-containing plant causing a glycoprotein storage diseases in ruminants, mainly in goats in northeastern Brazil. Seven farms were visited on the Marajo Island, state of Pará, northern Brazil, six in the municipality of Cachoeira do Arari and one in the municipality of Soure. In all farms native pastures had shortage of forage and were largely invaded by I. carnea subsp. fistulosa. On the three farms goats presented difficult (mais) ies in standing, ataxia, hypermetria, wide-based stance, lateral gait, intention tremors, spastic paresis or weakness, abnormal postural reactions, nystagmus, loss of equilibrium and falling to the side or backward. On two farms the prevalence was of 32% (23/71) and 100% (32/32). On another farm one goat out of 19 had severe clinical signs, but the others of the flock were not examined clinically. Cattle, sheep and buffaloes were not affected. Six goats were euthanized and necropsied. No gross lesions were observed. Upon histological examination the main lesion was the vacuolization of the perikaryon of neurons and cytoplasm of epithelial cells of thyroid, liver, kidney, pancreas and macrophages of different organs. In the central nervous system the vacuolization of the perikaria was more severe in Purkinje cells of the cerebellum and in nuclei of the brain stem, mainly the cerebellar nuclei. Wallerian degeneration of axons and gliosis was also observed. The high frequency of the disease on the three farms suggests that poisoning by I. carnea subsp. fistulosa is very important for goats on Marajó Island where there are large amounts of the plant in the pastures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

86

Eficiência reprodutiva de matrizes bovinas de corte submetidas a três diferentes tipos de suplementação mineral/ Reproduction performance of beef cattle cows given three different types of mineral supplements

Peixoto, Paulo Vargas; Malafaia, Pedro; Miranda, Luciano Vilela; Canella, Camillo C.F.; Canella Filho, Camillo C.F.; Vilas Boas, Fabrício Vilela
2003-09-01

Resumo em português Em uma fazenda do município de Cássia, Minas Gerais, o desempenho reprodutivo de aproximadamente 1200 matrizes bovinas de corte, criadas a campo, foi avaliado frente a três diferentes tipos de suplementação mineral, durante cinco anos. Enquanto que a mistura A (sal mineral comercial) foi oferecida nos anos de 1997 e 1998, a mistura B (cloreto de sódio 50% e fosfato bicálcico 50%) foi disponibilizada, em 1999, para as matrizes mantidas em um dos setor es da fazenda (mais) e a mistura C (apenas cloreto de sódio), foi oferecida, neste mesmo ano, para os lotes criados em outros dois setores. Nos anos de 2000 e 2001, a mistura C foi ofertada a todas matrizes. Não houve queda na eficiência reprodutiva pela suplementação exclusiva com cloreto de sódio, pelo contrário, as percentagens de matrizes inseminadas e matrizes prenhes, que eram, respectivamente, de 92,5 e 78,2 (1997) e 92,2 e 80,5 (1998) alcançaram níveis de 94,5 e 85,7 (2000) e 96,7 e 89,7 (2001). A redução nos índices de matrizes inseminadas e de prenhez verificadas no ano de 1999 foi atribuída à baixa precipitação pluviométrica registrada naquele ano. Os autores ressalvam, porém, que a suplementação seletiva, isto é, aquela baseada na exclusiva administração do (s) mineral (is) que está (ão) faltando em uma determinada fazenda, só deve ser implantada mediante avaliação e acompanhamento clínico-nutricional do rebanho, o que exige apoio de profissional com adequados conhecimentos sobre nutrição, deficiências minerais e clínica de ruminantes. Por outro lado, a suplementação seletiva, pode representar uma despesa 2 a 3 vezes menor do que a verificada com a ''mineralização'' convencional do rebanho. Discute-se se a melhoria dos índices reprodutivos deveu-se à adequação do manejo ou à cessação de possível antagonismo entre os minerais. Resumo em inglês The reproduction performance of about 1,200 beef cows, raised on pasture and given three different mineral supplements, was evaluated during 5 years in Cássia county, Minas Gerais, Brazil. The cows were divided into three groups: For one group (A) a commercial mineral mixture was used in 1997 and 1998; for the second group (B) common salt and dicalcium phosphate 1:1 was offered in 1999; and the third group (C) received only common salt during the same year. In 2000 and 2 (mais) 001, all the cows received exclusively common salt. There was no decrease in reproduction efficiency when only common salt was given; on the contrary, the reproduction performance of the inseminated e pregnant cows, that was respectively 92.5 and 78.2 % (1997) and 92.2 and 80.5 % (1998), increased to 94.5 and 85.7 % (2000) and 96.7 and 89.7 % (2001). The decrease of reproduction performance of the cattle in 1999 was probably due to the severe drought during this year. The authors emphasize the importance of a selective mineral supplementation, i.e. to supplement cattle with mineral mixtures including only the elements which the animals can not obtain from the pasture. Theselective mineral supplementation requires the assistance of professionals with training and experience in clinics, pathology and nutrition of ruminants. These professionals should be able to accompany and evaluate the nutritional condition of a herd when a selective mineral mixture is used. Selective mineral supplementation could represent a two or threefold economy of the total cost of conventional supplementation with ''complete'' mineral mixtures. The authors discuss if the improvement of the reproduction performance of the cattle used in this field experiment was due to a better management of the herd or to possible antagonism between the minerals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

87

Estudo para a validação da técnica dos n-alcanos para estimativa da ingestão e da digestibilidade em porcos Alentejanos/ Study for the validation of the n-alkane technique to estimate feed intake and digestibility in Alentejano pigs

Ribeiro, T.; Ferraz-de-Oliveira, M. I.; Mendes, C.; d’Abreu, M. C.
2007-01-01

Resumo em português Os n-alcanos presentes na cutícula das plantas têm sido utilizados com sucesso como marcadores fecais para a estimar a ingestão e a digestibilidade ~ dos alimentos em ruminantes. Em porcos, existem poucos trabalhos publicados referentes à utilização da técnica dos n-alcanos, particularmente em suínos de raça Alentejana. Este trabalho teve como objectivo a validação da técnica dos n-alcanos para a estimativa da ingestão e digestibilidade dos alimentos em porco (mais) s de raça Alentejana. Para tal, realizou-se um ensaio em caixas metabólicas, numa sala de ambiente controlado, com 8 porcos alentejanos, machos, com peso médio de cerca de 58 kg. Foi fornecida uma dieta, composta por 3 kg de bolota e 400 g de erva, distribuída em duas refeições diárias. Os animais foram aleatoriamente distribuídos por 2 grupos de 4 animais cada. Aos animais do grupo 1 foi fornecido um bolinho por dia, contendo 100 mg de C32 e 150 mg de C36 e aos animais do grupo 2, 2 bolinhos por dia contendo 50 mg de C32 e 75 mg de C36. Foram feitas recolhas de fezes para amostragem a partir do primeiro dia de administração dos n-alcanos, durante 10 dias, para determinação do perfil de excreção dos marcadores; recolhas de fezes per rectum, de 4 em 4 horas, durante 3 dias para determinar a variação diurna da concentração fecal dos n-alcanos, e recolhas das fezes totais, durante 5 dias, para determinar as recuperações dos n-alcanos. A estabilização da excreção dos n-alcanos foi atingida no 5º dia após o primeiro dia de administração. Não se verificaram variações diurnas das concentrações fecais dos nalcanos pares e ímpares, pelo que em condições semelhantes às do presente ensaio, as estimativas de ingestão e digestibilidade poderão ser baseadas em apenas uma colheita diária de amostra de fezes. As recuperações fecais dos C32 e C36 foram de 106,8% e 110,0%, e as dos C27, C29 e C31 de 75,1%, 133,9% e 91,5%, respectivamente. Dado o elevado erro padrão das médias (10,7), aquelas taxas de recuperação não foram significativamente (P=0,05) diferentes. Resumo em inglês The plant epicuticular n-alkanes have been used with success as faecal markers for the estimation of intake and digestibility in ruminants, but few reports have been published with pigs, particularly, “Alentejano” pigs. The aim of this experiment is to validate the n-alkanes technique for the estimation of diet intake and digestibility in pigs of the “Alentejano” breed. An experiment was carried out with eight male “Alentejano” pigs (average LW 58 kg), housed in met (mais) abolic cages, in a controlled environment room. The animals were given a diet composed by 3kg of acorns and 400 g of grass per day, distributed into two meals (9:30 am and 5:30 pm). The animals were randomly distributed in two groups of four animals each. Animals in group 1 received one small cake per day containing 100 mg of C32 and 150 mg of C36 and in group 2 received two small cakes per day containing 50 mg of C32 and 75 mg of C36. Faecal samples were collected daily, for ten days, from the first day of alkanes administration, to determine the pattern of excretion of the markers. Also per rectum faecal samples were taken, every four hours, during three days, to determine daily variation of faecal n-alkanes concentration. Moreover, total faecal collection was carried out, for 5 days, to determine faecal n-alkane recoveries. The faecal excretion of the artificial n-alkanes stabilized on the fifth day after the first dosing of the alkanes. No daily variation was observed in the faecal concentrations of even-chain and odd chain n-alkanes, therefore indicating that, in similar experimental conditions, intake and digestibility estimates can be based upon only one daily faecal sample collection. The C32 and C36 recoveries were 107% and 110% respectively and those of C27, the C29, the C31 were 75,1% 133,9% and 91,5% respectively. Given the high mean standard error (10,7) obtained, those recoveries were not significantly (P>0,05) different.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

88

Sorotipagem de amostras de Streptococcus suis isoladas de suínos em granjas dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná/ Serotyping of Streptococcus suis strains isolated from pigs in the States of São Paulo, Minas Gerais e Paraná, Brazil

Pagnani, Keila J.R.; Castro, Antonio F. Pestana; Gottschalk, Marcelo; Silveira, Wanderley D.; Nakazato, Gerson
2002-01-01

Resumo em português Infecções causadas por Streptococcus suis são muito comuns em países onde a indústria de carne suína é desenvolvida. Estas infecções estão relacionadas a casos clínicos de broncopneumonia, meningite, artrite, pericardite, miocardite, endocardite, poliserosite fibrinosa, septicemia, rinite e aborto. Esta bactéria também foi descrita como patógeno de ruminantes e humanos. No Brasil há evidências clínicas da existência de processos infecciosos causados por (mais) S. suis afetando mais de 50% das granjas em Estados como São Paulo, Minas Gerais e Paraná. No presente estudo foram isoladas 51 amostras de S. suis de granjas do Estados acima referidos, coletadas de diferentes casos clínicos como septicemia, meningite, artrite e pneumonia, tendo sido obtidas ou em cultura pura ou como patógeno de maior predominância nos tecidos de suínos. Este material foi semeado em Columbia ágar sangue adicionado de 5% de sangue bovino e incubado a 37°C por 24 horas. Para a identificação bioquímica as colônias que apresentavam a-hemólise, bem como as amostras padrão, foram submetidas a testes convencionais para a confirmação da espécie S. suis, tais como: hidrólise de arginina, teste de Voges-Proskauer, e produção de ácido a partir de vários carboidratos (inulina, salicina, trealose, lactose, sacarose, sorbitol, manitol e glicerol). As amostras também foram testadas para habilidade de crescimento em meio de TSA com 6,5% de NaCl e para a produção de amilase. Todas as amostras que fizeram parte desta pesquisa foram testadas pelo sistema Api 20 Strep para confirmação dos resultados obtidos nos testes convencionais. Para a sorotipagem foram produzidos antissoros de 1 a 8. Outras amostras não pertencentes a estes sorotipos também foram sorotipadas. O antissoro produzido em coelhos foi titulado pelo teste de aglutinação em tubo com 2-mercaptoetanol e pelo teste de reação capsular e, quando adequados, foram usados no teste de co-aglutinação, para a sorotipagem das amostras de S. suis. A sorotipagem das 51 amostras isoladas mostraram os seguintes resultados: 30 (58,8%) foram classificadas como sorotipo 2, 11 (21,6%) das amostras como sorotipo 3, sete (13,72%) como sorotipo 7, duas (3,92%) como sorotipo 1 e uma amostra como pertencente ao sorotipo14 (1,96%). Este é o primeiro relato do isolamento de um grande número de amostras de S. suis no Brasil, de casos típicos de processos infecciosos causados por esta bactéria. Também foi realizada a sorotipagem dos isolados, mostrando uma alta prevalência do sorotipo 2, quando comparada com a dos demais sorotipos encontrados. Resumo em inglês Streptococcus suis infection in swine is common in all countries where hog production is well developed. This infection has been associated with bronchopneumonia, meningitis, arthritis, pericarditis, myocarditis, endocarditis, fibrinous polyserositis, septicaemia, rhinitis, and abortion. Streptococcus suis has also been described as a pathogen for ruminants and humans. In Brazil there are several clinical evidences about the existence of S. suis disease in pigs affecting (mais) more than 50% of farms in States of São Paulo, Minas Gerais and Paraná. In the present research 51 strains of S. suis isolated from piggeries of the States of São Paulo, Minas Gerais and Paraná were collected from different pathologies such as septicaemia, meningitis, arthritis and pneumonia and been recovered either in pure culture or as the predominant organism from porcine tissues. Culture of specimens was carried out on 5% bovine blood agar plates incubated at 37°C for 24 hr. For the biochemical identification the a-hemolytic colonies of all capsulated isolates were submitted to various conventional tests, such as hydrolysis of arginine, Voges-Proskauer Test, and production of acid from various carbohydrates (inulin, salicin, trehalose, lactose, sucrose, sorbitol, mannitol and glycerol). The strains were also tested for their ability to grow in the presence of 6,5% NaCl and for the amylase production. In addition strains were tested by Api Strep 20 to confirm the identification of S.suis. For capsular typing only capsulated strains were typed by co-agglutination test, using antisera raised in rabbits against all reference strains from serotypes 1 to 8. Strains belonging to other serotypes were also typed. The co-agglutination was used for serotyping and the capsular reaction test was carried out for measuring the potency of the prepared antisera. From the total of 51 examined strains the following results were obtained, with regard to serotyping: 30 (58,8%) were serotype 2, 11 (21,6%) were serotype 3, seven (13,72%) were serotype 7, two (3,92%) were serotype 1 and one strain belonged to serotype 14 (1,96%). As far as we are concerned, this is the first report on the isolation of a large number of S. suis strains in Brazil, from cases of illness caused by this bacterium among piglets. Also it was carried out serotyping of the isolates, showing a high prevalence of serotype 2, as compared to other known serotypes of S. suis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

89

Contributo para a melhoria de solos marginais destinados a pastagens pela aplicação de lama residual urbana, sem riscos ambientais/ Contribution to the improvement of degraded soils under pastures through sewage sludge application, without environmental risks

Serrão, M. G.; Domingues, H.; Fernandes, M.; Martins, J.; Pires, F.; Saraiva, I.; Fareleira, P.; Matos, N.; Ferreira, E.; Campos, A. M.; Horta, C.; Dordio, A.
2009-01-01

Resumo em português A aplicação de lamas residuais urbanas (LRU) aos solos destinados a pastagens, ainda escassamente utilizada no País, contribui, com frequência, para melhorar os níveis de matéria orgânica (M.O.) e de alguns nutrientes das plantas e para diminuir o risco de erosão, pelo aumento da cobertura vegetal. Todavia, a presença eventual de níveis elevados de metais pesados, compostos orgânicos poluentes e organismos patogénicos nas LRU condiciona a dose a aplicar e torn (mais) a imprescindível o controlo desses factores nos solos aos quais foram incorporadas. Também o teor elevado de azoto que por vezes contêm pode inibir a actividade simbiótica do rizóbio, prejudicando a sobrevivência das leguminosas na pastagem. Neste trabalho, examinaram-se a produção de matéria seca, a composição florística e o teor de cobre (Cu) na biomassa vegetal, em dois anos consecutivos de um ensaio com uma mistura pratense semeada para cortes sucessivos, instalado, no Outono de 2001, num Luvissolo Háplico de baixa fertilidade, em Mértola, ao qual foi aplicado LRU secundária proveniente da ETAR de Évora, com um elevado teor de Cu. No mesmo período, apreciou-se a evolução, na camada superficial do solo, dos teores de M.O., de alguns macronutrientes e do Cu extraível por água régia. Avaliouse, ainda, a grandeza da população rizobiana que nodula o trevo (Rhizobium leguminosarum biovar trifolii) e procedeu-se à prospecção de indicadores de contaminação fecal (bactérias coliformes e enterococos). No ano seguinte à aplicação da LRU, examinou-se a evolução, no solo, de 11 compostos bifenilospoliclorados (PCBs), 13 pesticidas organoclorados e 16 hidrocarbonetos aromáticos polinucleares (PAHs). O ensaio, de blocos casualizados, teve como modalidades três níveis de LRU (L 0 = 0, L1 = 12 e L2 = 24 t/ha) e duas repetições. A mistura semeada incluiu azevém anual, panasco, cinco espécies de trevo, bisserula e serradela. Além de muito maiores produções de biomassa, por melhoria do teor de fósforo “assimilável” no solo, a LRU não provocou poluição do solo, um ano após a sua aplicação, quanto aos compostos orgânicos pesquisados, nem aumentou a flora microbiana patogénica, nos dois ciclos culturais. Contudo, a maior dose de LRU aumentou a concentração de Cu extraível por água régia no solo (0-10 cm) para níveis superiores ao máximo legislado em Portugal (100 mg kg-1) e reduziu apreciavelmente a população de rizóbio, no 1º ciclo cultural e a proporção de leguminosas, no 2º ciclo. Os teores foliares de Cu foram muito inferiores ao nível máximo tolerável para a dieta de pequenos ruminantes (25 mg kg-1), o que sugere, nitidamente, que da aplicação da LRU não deverão ocorrer efeitos nocivos para a nutrição animal. Face aos efeitos indesejáveis do nível mais elevado de LRU, a dose L1 (12 t/ha) seria a recomendável. Resumo em inglês Sewage sludge (SS) application to soils reserved for pastures, still scarcely used in the country, often contributes to improve organic matter (O.M.) and some plant nutrient contents and to reduce the erosion risk, by increasing the soil vegetation cover. However, the occasional occurrence in SS of high levels of heavy metals, organic pollutant compounds, and pathogenic organisms restrict the SS rate to apply and makes indispensable their control in the soils to which the (mais) y were applied. Also, the high nitrogen concentration often present in SS can inhibit the symbiotic rhizobium activity, with sequent damage in the leguminous species survival in grassland. In this work, dry matter yield, floristic composition, and copper (Cu) concentration in the plant biomass were evaluated, in two successive years of a field experiment with a sown pasture mixture, established in a poor Haplic Luvisol in the Mértola region. A biologically treated SS from Évora, rich in Cu, was applied. The evolution in the topsoil of the O.M., some plant nutrients, and aqua regia extractable Cu concentrations, was also examined for the same period. The magnitudes of the Rhizobium population (Rhizobium leguminosarum biovar trifolii) and of some indicators of faecal contamination (coliform bacteria and enterococcus) were evaluated too. Moreover, the evolution in the soil superficial layer of 11 polychlorinated biphenyls (PCBs), 13 organ chlorine pesticides, and 16 polycyclic aromatic hydrocarbons (PAHs) concentrations was examined for the 1st year following the SS application. The experiment, with a randomised block design, had three SS application rates (L0 = 0, L1 = 12, and L2 = 24 t/ha) as treatments and two replicates. The sown mixture consisted of Italian ryegrass, cocksfoot, five clover species, bird’s foot, and biserrula. Besides much higher biomass production, induced by higher soil available phosphorus concentration, the added SS neither polluted the soil with the analysed organic compounds, one year after application, nor increased the pathogenic microbial flora in two consecutive years. However, at the highest SS rate, soil aqua regia extractable Cu (0-10 cm depth) exceeded the maximum Portuguese legislated level in soil (100 mg kg-1), the rhizobium population was also reduced at the beginning of the 1st growing season, and legume percentage decreased at the 2nd growing season. The plant Cu concentrations were much lower than the maximum tolerable levels (25 mg kg-1) for the small ruminant’s diet, strongly suggesting that the SS application will not have damaging effects on the animal nutrition. Due to the undesirable effects of the L2 application rate, the L1 rate (12 t/ha) would be recommended for fertilizer purposes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

90

Uso da cutina na estimativa das digestões total e parcial de alguns componentes de rações contendo diferentes fontes de nitrogênio, em bovinos/ Use of cutine to estimate ruminal, intestinal, and total tract digestibilities of nutrients in steers fed different protein supplements

Silva, Leandro das Dores Ferreira da; Ezequiel, Jane Maria Bertocco; Azevedo, Paulo Sérgio de; Cattelan, José Wanderley; Ribeiro, Edson Luis de Azambuja; Rocha, Marco Antônio da; Castro, Valdecir de Souza; Mendes, Ana Rosália
2006-04-01

Resumo em português Seis novilhos Holandês x Zebu canulados no rúmen e no abomaso foram alimentados com rações contendo dois níveis de casca de soja e três fontes protéicas para determinação das digestões total e parcial no rúmen e nos intestinos. A cutina foi utilizada como indicador interno para se quantificarem a MS da digesta abomasal e a matéria seca fecal. Após 15 dias de adaptação dos animais às rações e às condições experimentais, foram coletadas 12 amostras por (mais) animal e por período das digestas do abomaso e das fezes. Foram determinados os teores de cutina, MS, MO, PB, FDN, FDA e CNF nas amostras compostas por animal e por período experimental. Não foram observados efeitos das fontes protéicas sobre as quantidades de MS, MO, FDN, FDA e PB no rúmen, no abomaso e no intestino. A amiréia proporcionou maiores ingestões de CNF e menores coeficientes de digestibilidades da MS, FDN, FDA e de CNF que as demais fontes protéicas. À exceção da PB, o teor de casca de soja afetou positivamente a digestão desses componentes no trato digestivo total e no rúmen. Os resultados indicaram potencial da cutina como indicador da taxa de passagem dos componentes nutritivos ao longo do trato digestivo. Resumo em inglês Six Holstein x Zebu steers fitted with ruminal and abomasal cannulas and fed diets containing two levels of soybean hulls and three different protein supplements were used to determine ruminal, intestinal, and total tract digestibilities of nutrients. Cutine was used as the internal marker to quantify DM contents of both abomasal digesta and feces. After 15 days of diet adaptation, twelve samples of abomasal digesta and feces were taken from each animal in each period. Co (mais) ntents of cutine, DM, OM, CP, NDF, ADF, and NFC were all determined in samples that were pooled for animal and period. No significant differences in the amounts of ruminal, abomasal, and intestinal DM, OM, NDF, ADF, and CP were observed among protein supplemnts. Feeding starea to steers resulted in higher intake of NFC but lower DM, NDF, ADF, and NFC digestibility coefficients compared to the other protein supplements. Increasing soybean hulls levels in the diet also increased apparent ruminal and total tract digestibilities of all nutrients excepting crude protein in the rumen. It can be concluded that cutine can potentially be used as an internal marker to estimate passage rate of nutrients in the gastrointestinal tract of ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

91

Susceptibilidade de animais de laboratório à intoxicação por Ateleia glazioviana (Leg. Papilionoideae)/ Susceptibility of laboratory animals to the intoxication by Ateleia glazioviana (Leg. Papilionoideae)

Leite, Lenir G.; Riet-Correa, Franklin; Medeiros, Rosane M. T.; Piacenti, Andrea; Aragão, Marcos; Schons, Sandro V.
2002-04-01

Resumo em português Coelhos, cobaias, ratos e camundongos foram utilizados com a finalidade de reproduzir a forma cardíaca da intoxicação por Ateleia glazioviana. Quatro animais de cada espécie receberam por 4 meses a planta, secada à sombra, na concentração de 10% na ração, fornecida na forma de pelets. Os pelets foram preparados misturando 700 g de ração comercial, 200 g de amido de milho, 1000 ml de água destilada e 100 g de planta seca e, posteriormente, secados em estufa a 1 (mais) 00ºC, durante 16 a 20 horas. Quatro animais de cada espécie serviram como testemunhas, recebendo a ração preparada da mesma forma, porém com a utilização de azevém (Lolium multiflorum) em lugar de A. glazioviana. Era fornecida água à vontade e, para os coelhos e cobaias, também aveia (Avena sativa) verde diariamente. Esses animais não apresentaram nenhuma alteração clínica, e foram pesados semanalmente nas últimas 5 semanas do período experimental, não apresentando diferença significativa no ganho de peso. À necropsia não foram observadas alterações macroscópicas e pelo exame histológico também não foram detectadas lesões significativas no coração e em outros órgãos. Para testar a atividade abortiva de A. glazioviana, ração contendo 10% de planta seca, preparada da mesma forma que no experimento anterior, foi administrada a 11 outros ratos, fêmeas, prenhes, nos dois últimos terços da gestação. Um grupo controle de 11 fêmeas recebeu a ração com azevém a 10%, durante o mesmo período. Esses animais tiveram filhotes normais e no prazo correto. Para determinar a possível perda de toxidez da planta durante a preparação dos pelets, A. glazioviana foi aquecida por 16 a 20 horas a 100ºC e, posteriormente, administrada a um ovino em 26 doses diárias de 2,65 g/kg de planta seca. Durante o período experimental, a ovelha apresentou batimentos cardíacos mais fortes, taquicardia e arritmia cardíacas, depois bradicardia e, no período final, apatia acentuada. Foi sacrificada 7 dias após a última administração da planta. Esse animal apresentava gestação de 2,5 a 3 meses e o feto não apresentava sinais de autólise. As alterações macroscópicas mais evidentes à necropsia foram ascite, hidrotórax, áreas esbranquiçadas no músculo cardíaco e fígado de coloração clara. Na histologia do coração foram observadas degeneração e necrose de fibras cardíacas e proliferação de tecido conjuntivo fibroso. O fígado apresentava congestão e degeneração de hepatócitos nas áreas centrolo-bulares. Os resultados indicam que esses animais de laboratório não foram susceptíveis à ação cardiotóxica de A. glazioviana, por via oral, e sugerem a possibilidade de que o princípio ativo da planta, que é resistente ao calor, seja semelhante ao princípio ativo das plantas do sul da África que causam fibrose cardíaca. Resumo em inglês Rabbits, guinea pigs, rats and mice were used to reproduce the cardiac lesions observed in ruminants in the intoxication by Ateleia glazioviana. Four animals of each species were fed during four months with a ration containing 10% of dry A. glazioviana. The pellets were made by mixing 700 g of commercial ration, 200 g of cornstarch, 1000 ml of distilled water and 100 g of the dry plant. Later this mixture was dried at 100ºC during 16-20 hours. Four control animals of eac (mais) h species were given similar food, but containing dry ryegrass (Lolium multiflorum) instead of A. glazioviana. Water was offered ad libitum and a daily amount of green oats (Avena sativa) was given to rabbits and guinea pigs. No clinical signs of disease were observed during the experiment. All animals were weighted weekly in the last 5 weeks of the experiment and no differences were observed in weight gains between treated and control groups. At the end of dosing all animals were euthanatized and necropsied. No macroscopic or histologic lesions were observed in the heart or other organs. The abortive properties of A. glazioviana were studied in rats. One group of 11 pregnant rats was fed, from day 7 to day 21 of gestation, ration containing 10% of A. glazioviana, prepared in the same way than in the previous experiment. A control group received the ration with 10% ryegrass. All rats delivered normal litters. To determine a possible loss of toxicity of the plant during the pellet preparation, dry A. glazioviana was heated for 16-20 hours at 100ºC and administered orally to one ewe. This sheep ingested daily 2.65 g/kg bw of dry A. glazioviana for 26 days. During the experimental period the animal had tachycardia and cardiac arrhythmia. At the end of the experiment bradycardia and severe depression were observed. It was euthanatized 7 days after the last plant administration. The sheep was 2.5-3 months pregnant and the fetus was apparently normal with no autolysis. Ascites and hydrothorax were observed at necropsy. Whitish areas were observed in the myocardium and the liver was pale. Degeneration and necrosis of cardiac fibers and proliferation of fibrous tissue were observed histologically in the heart. The liver had centrilobular degeneration of hepatocytes and congestion. These experiments indicate that A. glazioviana is not cardiotoxic for laboratory animals and suggest that the plant has a heat-stable active principle similar to the active principle of plants causing cardiac fibrosis (gousiekte) in Southern Africa.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

92

Sinais clínicos, distribuição das lesões no sistema nervoso e epidemiologia da raiva em herbívoros na região Nordeste do Brasil/ Clinical signs, distribution of the lesions in the central nervous system and epidemiology of rabies in northeastern Brazil

Lima, Everton Ferreira; Riet-Correa, Franklin; Castro, Roberto Soares de; Gomes, Albério Antonio Barros; Lima, Fabiano de Sousa
2005-12-01

Resumo em português Descrevem-se 24 surtos de raiva em bovinos (25 casos), 4 em eqüinos (5 casos), 2 em caprinos (2 casos) e 2 em ovinos (4 casos). Todos os surtos ocorreram na Paraíba, exceto um em eqüinos que ocorreu no Rio Grande do Norte. Todos os surtos, com a exceção de um em ovinos, foram transmitidos provavelmente por morcegos hematófagos; no entanto, não se descarta a possibilidade de transmissão por raposas (Dusicyon vetulus). Os sinais clínicos foram representativos da lo (mais) calização das lesões no sistema nervoso central (SNC). Em bovinos os sinais eram, principalmente, da forma paralítica, causados por lesões da medula, tronco encefálico e cerebelo; mas alguns animais apresentaram depressão, excitação e outros sinais associados a lesões cerebrais. Três dos 5 eqüinos apresentaram sinais de lesões cerebrais e 2 apresentaram a forma paralítica. De 4 ovinos e 2 caprinos, 4 apresentaram a forma paralítica, mas em um caprino e um ovino os sinais foram predominantemente de lesões cerebrais. Todos os animais afetados, exceto um caprino, tiveram um curso clínico de 2-8 dias. As únicas lesões macros-cópicas observadas foram a dilatação da bexiga em 4 bovinos e a dilatação da ampola retal em 2. Dois cavalos apresentaram lesões da pele causadas por traumatismos. As lesões histológicas foram de encefalomielite e meningite difusa não supurativa. Nos eqüinos e em um caprino com evolução clínica de 35 dias as lesões foram mais severas, observando-se necrose neuronal, neuronofagia e presença de esferóides axonais. Corpúsculos de Negri foram observados em 87% (20/23) dos bovinos examinados e em 83% (5/6) dos ovinos e caprinos. Nessas 3 espécies os corpúsculos foram mais freqüentes no cerebelo, mas ocorreram também no tronco encefálico, medula e cérebro. Em cavalos, corpúsculos de Negri foram menos numerosos, sendo observados somente no córtex de um animal e no córtex e hipocampo em outro. No gânglio trigeminal, as lesões histológicas e os corpúsculos de Negri foram menos freqüentes que no SNC. Esses resultados mostram que na raiva dos herbívoros os sinais clínicos e a distribuição das lesões histológicas do SNC são variáveis, e que para o correto diagnóstico da enfermidade são necessários um bom exame clínico e o estudo histológico das diferentes regiões do SNC. Sugere-se, também, que perante resultados negativos nos testes de imunofluo-rescência e inoculação em camundongos, estes devam ser repetidos com amostras de diferentes regiões do SNC. Utilizando-se dados sobre a freqüência de doenças, de 4 laboratórios de diagnóstico, foi realizada uma estimativa das mortes de bovinos causadas pela raiva, anualmente, em 3 Estados. Na Paraíba, com uma população de 918.262 bovinos, o número de mortes é estimado em 8.609 cabeças por ano. No Mato Grosso do Sul, com uma população de 23 milhões de bovinos, as perdas por raiva são estimadas em 149.500 cabeças e, no Rio Grande do Sul, com uma população de 13 milhões de bovinos, as mortes são estimadas em 13.000 a 16.250 animais por ano. Se estas estimativas forem extrapoladas para todo o Brasil, com 195 milhões de bovinos, as mortes podem ser estimadas em 842.688 cabeças por ano. Resumo em inglês Twenty four outbreaks of rabies in cattle, 4 in horses, 2 in sheep, and 2 in goats are reported in northeastern Brazil. All outbreaks occurred in the state of Paraíba, except one in horses that occurred in the state of Rio Grande do Norte. All outbreaks, except one in sheep, were probably transmitted by vampire-bats, but the transmission by foxes (Dusicyon vetulus) is also possible. Clinical signs were characteristic for distribution of the lesions in the central nervous (mais) system (CNS). In cattle, signs were mainly of the paralytic form of rabies, caused by lesions on the spinal cord, brain stem and cerebellum; but some animals showed also depression, excitation and other signs due to cerebral lesions. In 3 out of 5 horses, the main clinical signs were due to lesions in the cerebrum, and 2 had the paralytic form. From 4 sheep and 2 goats affected, 4 showed clinical signs of the paralytic form; but in 1 goat and 1 sheep the main clinical signs were caused by cerebral lesions. All affected animals, except 1 goat, had a clinical manifestation period of 2-8 days. The only gross lesions were distention of the urinary bladder in 4 cattle and distention of the rectum in 2 others. Two horses had skin lesions due to traumatic injury. Histologic lesions were diffuse non-suppurative encephalomyelitis and meningitis. In the horses, and in one goat with a clinical manifestation period of 35 days, the lesions were more severe, with neuronal necrosis, neuronophagia, and presence of axonal spheroids. Negri bodies were found in 87% (20/23) of the cattle cases examined histologically. In small ruminants Negri bodies were found in 83% (5/6) of the cases. In sheep, goats and cattle, Negri bodies were more frequent in the cerebellum, but they were found also in brain stem, spinal cord and cerebrum. In horses, Negri bodies were found in small amounts only in the cortex of one animal, and in the cortex and hippocampus of another. Histologic lesions and Negri bodies in the trigeminal ganglia were less frequent than in the CNS. These results show that in rabies of herbivores, clinical signs and distribution of lesions in the CNS are variable, so that for the diagnosis and adequate clinical evaluation and the histologic study of different areas of the CNS are necessary. This also suggests that when the fluorescent antibody test and mouse inoculation test are negative, they should be repeated with samples from different areas of the brain and spinal cord. Frequency data of diseases from 4 diagnostic laboratories were used to estimate cattle deaths due to rabies in 3 Brazilian states. In Paraíba, with a population of 918,262 cattle, the annual death rate is estimated in 8,609 heads. In Mato Grosso do Sul, with a population of 23 millions cattle, deaths caused by rabies are estimated in 149,500 heads, and in Rio Grande do Sul, with a cattle population of 13 millions, cattle deaths due to rabies are estimated in 13,000 to 16,250 heads. If these data are used to estimate cattle losses in Brazil, with a cattle population of 195 millions, it can be estimated that 842,688 deaths are caused annually by rabies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

93

Resposta imunitária à vacinação conjuntival com a estirpe Rev.1 de Brucella melitensis em ovinos e caprinos/ Serological response of sheep and goats to conjunctival Brucella melitensis Rev.1 vaccine

Poeta, P.; Neto, F.; Costa, D.; Rodrigues, J.
2003-04-01

Resumo em inglês The live B. melitensis Rev.1 strain is considered the best vaccine available for the prophylaxis of brucellosis in small ruminants, especially when used at the standard dose by the conjunctival route. In the present study a 1´ 10(9) CFU dose for both sheep and goats conjunctivally vaccinated was tested to evaluate the duration of serological responses. Conjunctival vaccination with Rev. 1 performed in adult animals induced a rapid rise in se (mais) rological titres as measured by Rose Bengal Plate Test (RBPT), Complement Fixation Test (CF) and Modified Rose Bengal Plate Test (MRBPT). Titres then decreased and became negative in most animals by four months after vaccination (except MRBPT). The goats responded better to the vaccination than the sheep as one month after vaccination 100% of the goats revealed positive results to RB and RBM and 93.4% to FC test. The RBM was the one that detected more positive animals along the study.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

94

Ocorrência de Giardia spp. em bezerros leiteiros no Brasil/ Occurrence of Giardia spp. in dairy calves in Brazil

Guimarães, A.M.; Guedes, E.; Carvalho, R.A.
2001-12-01

Resumo em inglês Fecal samples were collected from 50 female Holstein calves (1-90 days old) from a commercial dairy cattle farm located in Lavras, Minas Gerais, Brazil and examined for presence of Giardia cysts using the zinc sulfate flotation method. A total of 120 samples were collected from March 1999 to April 2000, and fecal consistency (normal or diarrheic) was noted prior to the examination for Giardia cysts. Giardia spp. cysts were found in 11 (9%) of the 120 faecal samples of cal (mais) ves co-infected with Eimeria spp., in calves from 19 to 58 days of age (38±19). In 82% (9/11) calves assessed for mixed infections with Cryptosporidium spp. and Giardia, oocysts of Cryptosporidium were found in three out of four diarrheic calves (75%) positive for Giardia. Giardia cysts (n= 30) sized 13-16 x 10-12µm (mean of 15 x 11µm). They appeared to belong to the morphological group of G. intestinallis according to the size and morphological characteristic of the cysts. This is the first detection of Giardia spp. in calves in Brazil. Considering that Giardia has the potential to cause clinical disease in calves and that organisms infecting humans and domestic ruminants are morphologically and antigenically similar, and calves can shed Giardia cysts potentially infective for humans, the parasite in calves may be of major epidemiological significance, and suggests that naturally infected calves may be reservoirs of Giardia infections for man.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

95

Monensina e digestibilidade aparente em ovinos alimentados com proporções de volumoso/concentrado/ Monensin and total tract digestibility in wethers fed different roughage/concentrate ratios

Rodrigues, Paulo Henrique Mazza; Mattos, Wilson Roberto Soares; Melotti, Laércio; Rodrigues, Renato Ranzini
2001-09-01

Resumo em português A resposta obtida com a utilização dos ionóforos é influenciada por diversos fatores, entre eles a densidade energética da dieta. Foram objetivos do presente estudo avaliar os efeitos da monensina sobre a digestibilidade total em ovinos submetidos a diferentes dietas. Dezoito animais machos e castrados foram distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com um arranjo fatorial de tratamentos 2 x 3, correspondentes a zero ou 40 mg de monensina sódica por (mais) animal e por dia e 25%, 50% ou 75% de concentrados na dieta, composta por mistura de concentrados, a base de milho e farelo de soja, e feno de Coast-Cross. O experimento teve duração total de 25 dias, sendo os 5 últimos destinados à coleta de fezes e urina. A monensina aumentou a digestibilidade total da proteína bruta, avaliada através de coleta total de fezes, independentemente do nível de fibra utilizado (25% de concentrados: 69,6% vs. 65,3%; 50% de concentrados: 72,2% vs. 69,2%; 75% de concentrados: 73,4% vs. 69,8%). A monensina interagiu com o nível de concentrados da dieta para a digestibilidade total da fibra bruta (25% de concentrados: 62,0% vs. 61,0%; 50% de concentrados: 53,2% vs. 59,2%; 75% de concentrados: 51,8% vs. 42,7%) e retenção nitrogenada (25% de concentrados: -3,8 vs. -20,6; 50% de concentrados: -10,4 vs. +2,0; 75% de concentrados: +11,4 vs. +7,9% do N retido em relação ao absorvido), sendo as melhores respostas obtidas na dieta predominantemente concentrada e as piores na dieta mista. Este produto não alterou o consumo de matéria seca, a digestibilidade total da matéria seca, dos extrativos não nitrogenados, do extrato etéreo, da fibra em detergente ácido, da fibra em detergente neutro, da energia bruta e os nutrientes digestíveis totais em qualquer dieta. Resumo em inglês The response to the use of ionophores is influenced by several factors, such as the diet energetic density. The objective of this study was to evaluate the effects of monensin on total tract digestibility in ruminants fed with different diets. Eighteen wethers were randomly exposed to three diets with different concentrate levels (25%, 50% and 75%) without (control) or with monensin (40 mg/animal/day). Experimental period extended for twenty-five days, the last five used (mais) for feces and urine collection. The diet consisted of Coast-Cross hay and a concentrate mixture. Monensin increased total tract digestibility of crude protein, independent of the concentrate level (25%-concentrate: 69.6% vs. 65.3%; 50%-concentrate: 72.2% vs. 69.2%; 75%-concentrate: 73.4% vs. 69.8%). There was an interaction between concentrate level and monensin for total tract digestibility of crude fiber (25%-concentrate: 62.0% vs. 61.0%; 50%-concentrate: 53.2% vs. 59.2%; 75%-concentrate: 51.8% vs. 42.7%) and nitrogen balance (25%-concentrate: -3.8 vs. -20.6; 50%-concentrate: -10.4 vs. +2.0; 75%-concentrate: +11.4 vs. +7.9% of absorbed N). The best response to monensin was obtained for the high-concentrate diet and the worst for the 50%-concentrate. Monensin supplementation did not influence dry matter intake, total tract digestibility of dry matter, ether extract, nitrogen-free extract, acid detergent fiber, neutral detergent fiber, gross energy and total digestible nutrients in any diet. It is concluded that monensin response was greater in either high-concentrate or high-forage diets and worst in the 50%-concentrate diet.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

96

Local e extensão da digestão em terneiros desmamados alimentados "Ad Libitum" com dietas ricas em concentrado contendo diferentes fontes de proteína suplementar/ Site and extent of digestion by weaned calves fed "Ad Libitum" on high concentrate-rich diets with different supplemental protein sources

Kozloski, Gilberto Vilmar; Ciocca, Maria de Lourdes Santorio; Sanchez, Luis Maria Bonnecarrère; Rocha, João Batista Teixeira da
1999-06-01

Resumo em português Foram utilizados nove terneiros da raça Holandesa (139 ± 2,4kg), fistulados no duodeno, em um delineamento experimental completamente casualizado para estudar o efeito da suplementação com diferentes fontes protéicas (2% de uréia ou 10% de farinha de carne na dieta total) de dietas ricas em concentrado (milho e farelo de soja) sobre o local e extensão da digestão do alimento, em condições de consumo ad libitum. A relação volumoso:concentrado das dietas f (mais) oi de 30:70. A digestibilidade ruminal e total da matéria seca, matéria orgânica e nitrogênio, assim como o fluxo duodenal de nitrogênio microbiano e residual do alimento, e a eficiência da síntese protéica microbiana foram semelhantes nos dois tratamentos (P>0,10). A digestibilidade ruminal do amido também foi semelhante, mas a digestibilidade total foi menor no tratamento com uréia (P Resumo em inglês Nine weaned Holstein calves (139 ± 2.4kg) fitted with duodenal cannulas were used in a completly ramdomized design to study the effects of supplemental protein sources (2% of urea or 10% of meat meal) of high concentrate diets (corn and soybean meal) on site and extent of digestion of feed, in ad libitum feeding conditions. The forage:concentrate ratio was 30:70. The ruminal and total digestibility of dry matter, organic matter and nitrogen, as well as microbial an (mais) d feed residual nitrogen duodenal flow, and the microbial protein synthesis efficiency were similar for both treatments (P>0.10). The ruminal digestibility of starch was also similar, but total digestibility was lower for urea treatment (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

97

Intoxicação por antibióticos ionóforos em animais/ Ionophore poisoning in animals

Nogueira, Vivian Assunção; França, Ticiana Nascimento; Peixoto, Paulo Vargas
2009-03-01

Resumo em português O uso terapêutico de antibióticos ionóforos em medicina veterinária difundiu-se muito nos últimos anos, com conseqüente aumento no risco de intoxicação em animais. Antibióticos ionóforos são usados como coccidiostáticos e como aditivo em alimentos para animais, com o propósito de estimular o desenvolvimento e o ganho de peso. Os ionóforos mais utilizados na alimentação de animais são a monensina, lasalocida, nasarina e salinomicina. Há uma grande variaç (mais) ão na susceptibilidade dos efeitos tóxicos dos ionóforos de acordo com a espécie animal. A intoxicação pode ocorrer quando dosagens elevadas de ionóforos são adicionadas aos alimentos, ou quando ionóforos são incluídos inadvertidamente ou acidentalmente em dosagens não corretas para determinada espécie animal. Casos de intoxicação têm sido descritos em bovinos, ovinos, suínos, eqüinos, cães e aves. Para os eqüinos os ionóforos são extremamente tóxicos. São considerados seguros quando usados nas espécies-alvo, dentro das dosagens recomendadas pelo fabricante. Resumo em inglês The therapeutic use of ionophores in veterinary medicine has grown in the last years, with resultant increase in the risk of poisoning in animals. Ionophores are used as food additives as coccidiostacts in several animal species and growth promoter and bloat prevention in ruminants. The most often used ionophores are monensin, lasalocid, narasin and salinomycin. There is a great variation in the susceptibility to the toxic effect of ionophores in different animal species. (mais) Poisoning can occur when the dosage is too high or when not correct doses for a certain animal species are given. Cases of poisoning have been described in sheep, swine, horses, dogs and poultry. For horses ionophores are extremely toxic. The use of ionophores is only safe when used accordingly to the instructions of the manufacturer and especially for each animal species. In this paper the most important data regarding clinical-pathological and pathogenic aspects, and also the conditions in which the poisoning may occur are critically reviewed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

98

Fungos anaeróbios do rúmen de bovinos e caprinos de corte criados em pastagens tropicais/ Ruminal anaerobic fungi of beef cattle and beef goats raised on tropical pastures

Abrão, F.O.; Barreto, S.M.P.; Geraseev, L.C.; Duarte, E.R.
2010-06-01

Resumo em inglês The presence of anaerobic fungi structures was evaluated in ruminal juice of beef goats and beef cattle raised in the North of Minas Gerais, Brazil. The strains were collected from 18 Anglo-Nubian crossbred male goats and 23 Nellore crossbred steers during the dry period of the year. Physical-chemical characteristics of the juice were evaluated and direct examination with KOH digestion was performed for anaerobic fungi detection. Structures of these fungi were detected in (mais) samples of 14 (77.8%) goats and 17 (73.9%) steers. The monocentric fungi frequency (56.5%) was significantly higher in cattle than polycentric fungi frequency (26.1%). This study is the first report of anaerobic ruminal fungi in these ruminants in Brazil and showed high prevalence of theses microorganisms in the ruminal ecosystem of both animals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

99

Composição química e degradabilidade in situ da ração em ovinos em área de caatinga no sertão de Pernambuco/ Chemical composition and in situ digestibility of diets for sheep in the caatinga region

Santos, Gladston Rafael de Arruda; Batista, Ângela Maria Vieira; Guim, Adriana; Santos, Mércia Virginia Ferreira dos; Matos, Daniele Silva de; Santoro, Kleber Régis
2009-02-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar o efeito do tipo de fístula e da hora de coleta sobre a composição química e a degradabilidade in situ da ração em ovinos criados na caatinga. Foram utilizados dez ovinos mestiços de Santa Inês (cinco com cânula no rúmen e cinco com cânula no esôfago) recebendo água e mistura mineral ad libitum. Os percentuais de matéria seca (MS) variaram de 11,99 a 25,28%, matéria mineral (MM), 10,92 a 14,44%, proteína bruta (PB), 10,64 a 17,19%, ext (mais) rato etéreo (EE), 2,95 a 4,77%, fibra em detergente neutro (FDN), 54,83 a 63,14%, fibra em detergente ácido (FDA), 39,40 a 46,62%, proteína insolúvel em detergente neutro (PIDN), 49,74 a 57,95%, proteína insolúvel em detergente ácido (PIDA), 28,52 a 39,15%, carboidratos totais (CT), 65,40 a 72,73%, carboidratos não-fibrosos (CNF), 5,47 a 12,86%, fenóis totais (FT), 0,37 a 0,52%, taninos totais (TT), 0,16 a 0,28% e taninos condensados (TC), 1,28 a 6,24%, respectivamente. A degradabilidade potencial variou de 48,25 a 64,63% para MS; 36,43 a 54,34% para FDN; e de 62,13 a 77,24% para proteína; a fração B, de 35,77 a 47,78% para MS; 33,28 a 50,38% para FDN; e 35,44 a 56,09% para proteína; a fração C, de 4,60 a 13,40% para MS; 3,84 a 8,42% para FDN; e 5,37 a 14,36% para proteína; a fração A, 9,74 a 18,13% para MS; 2,16 a 4,41% para FDN; e 20,21 a 31,49% para proteína; a degradabilidade efetiva para a taxa de passagem de 2%/hora, de 43,28 a 55,71 para MS; 29,21 a 36,54 para FDN; 55,84 a 67,49 para proteína; e a degradabilidade efetiva para a taxa de passagem de 5%/hora, de 37,60 a 47,27 para MS; 23,02 a 33,33 para FDN; e 45,74 a 59,99 para proteína. A composição química e a degradabilidade in situ da ração em ovinos foi influenciada pelo mês de avaliação. A dieta apresentou baixa digestibilidade in situ da MS, FDN e PB. A fistula ruminal, em comparação à fistula de esôfago, permitiu melhor avaliação da dieta, em virtude da recuperação total da extrusa. Resumo em inglês This work was conducted with the objective of evaluating the effect of the type of fistula and time of collection on the chemical composition and in situ digestibility of dry matter, neutral detergent fiber and crude protein in the caatinga region. The experiment was conducted between September 2004 and July 2005. Ten Santa Inês castrated sheep, five with permanent ruminal cannula and five with esophageal cannula, were used. Samples were collected from both cannulas at 7 (mais) :00 am and 2:00 pm. Sheep had free access to water and mineral mix. The percentage of DM, MM, CP, EE, NDF, ADF, NDIP, ADIP, CHOT, NFC, FT, TT and TC ranged from 11.99 to 25.28%; 10.92 to 14.44; 10.64 to 17.19%; 2.95 to 4.77; 54.83 to 63.14%; 39.40 to 46.62%; 49.74 to 57.95; 28.52 to 39.15; 65.40 to 72.73; 5.47 to 12.86%; 0.37 to 0.52%; 0.16 to 0.28%; and from 1.28 to 6.24%, respectively. Potential degradability (%), fraction B (%), fraction C (%/h), fraction A (%), effective degradability and passage rate of 2 and 5%/h ranged from 48.25 to 64.63; 35.77 to 47.78; 4.60 to 13.40; 9.74 to 18.13; 43.28 to 55.71 and 37.60 to 47.27 for dry matter; from 36.43 to 54.34; 33.28 to 50.38; 3.84 to 8.42; 2.16 to 4.41; 29.21 to 36.54; 23.02 to 33.33 for neutral detergent fiber and from 62.13 to 77.24; 35.44 to 56.09; 5.37 to 14.36; 20.21 to 31.49; 55.84 to 67.49; 45.74 to 59.99 for protein, respectively. The chemical composition and in situ digestibilility of diets for sheep in caatinga is influenced by the month of evaluation. The diet for sheep in the caatinga region presented low in situ digestibility of dry matter, neutral detergent fiber and crude protein. Ruminal cannula instead of esophageal cannula can be used to characterize the chemical composition and degradability of diet consumed by small ruminants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

100

Aspectos clínico-patológicos e controle da paratuberculose em rebanho bovino leiteiro/ Clinic-pathological aspects and control of paratuberculosis in a dairy cattle herd

Yamasaki, Elise M; Tokarnia, Carlos H; Galvão, Alexandre; Gomes, Marcos J.P; Chies, José A.B; Veit, Tiago Degani; Aragão, Ana Paula; Brito, Marilene F
2010-11-01

Resumo em português A paratuberculose ou doença de Johne é uma enterite granulomatosa causada por Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. Descrevem-se os aspectos epidemiológicos, clínico-patológicos e laboratoriais da paratuberculose em rebanho bovino leiteiro no município de Rio Claro, região Sul do Estado do Rio de Janeiro. No período de 2006 a 2009, oito vacas adultas da raça Girolanda apresentaram diarreia crônico-intermitente e perda progressiva de peso. À necropsia, ob (mais) servaram-se linfonodos mesentéricos aumentados de volume e úmidos ao corte, vasos linfáticos subserosos das alças intestinais proeminentes, serosa do intestino com aspecto anelado e cerebroide e a mucosa espessada, pregueada e com aspecto microgranular. À microscopia havia, desde o duodeno até o reto, inflamação granulomatosa difusa, marcada dilatação dos vasos linfáticos no ápice das vilosidades, linfangiectasia e linfangite granulomatosa na submucosa, muscular e serosa. A inflamação granulomatosa também foi vista nos linfonodos mesentéricos. A coloração de Ziehl-Neelsen revelou variável quantidade de bacilos álcool-ácido resistentes no interior de macrófagos, de células gigantes de Langhans e livres na mucosa e submucosa dos intestinos delgado e grosso e em linfonodos mesentéricos. Em alguns animais, a lâmina própria da mucosa, principalmente do jejuno e íleo exibia acentuada hipertrofia. Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis foi isolado em cultivo bacteriano de Herrold com micobactina, a partir de amostras de fezes, de raspado de mucosa intestinal e de leite e identificado pela técnica de PCR IS900. Através da avaliação sorológica semestral, foram analisadas 298 vacas do mesmo rebanho a partir de três anos de idade, observou-se cerca de 40% de animais reagentes ao teste ELISA indireto no período estudado. O diagnóstico da paratuberculose foi baseado nos dados clínico-patológicos, na sorologia, no isolamento e identificação do agente através de cultivo bacteriano e PCR IS900. Após implementação de medidas de controle, tais como eliminação de animais doentes, abate seletivo dos animais soropositivos, separação dos bezerros ao nascer e utilização de banco de colostro, observou-se, nos três anos de estudo, diminuição da ocorrência de casos clínicos no rebanho, de seis casos por ano para cerca de um caso por ano. Resumo em inglês Paratuberculosis (Johne's disease) is a granulomatous enteritis of ruminants caused by Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. Epidemiology, clinic-pathological and laboratorial aspects of paratuberculosis in a dairy cattle herd are described. The disease was diagnosed from 2006 to 2009 in eight cows that presented chronic-intermittent diarrhea and chronic weight loss, in the Rio Claro municipality, Rio de Janeiro. At necropsy, the subserosal lymphatic vessels were p (mais) roeminent and dilated, mesenteric nodes were enlarged and intestinal mucosa was corrugated, thickened and of microgranular aspect. From duodenum to the rectum, histopathology revealed severe and diffuse granulomatous inflammation of the lamina propria and submucosa, broadened and distorted villi, dilatation of the lymphatic vessels in their apex, lymphangioectasia and granulomatous lymphangitis in the submucosa. Ziehl-Neelsen stain showed variable amounts of acid-fast bacilli in macrophages, in Langhans giant cells and freely in the mucosa and submucosa of the small intestine, colon and lymphnodes. In some cows, the lamina propria presented severe hypertrophy, mainly in the jejunum and ileum. Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis was isolated through bacterial cultivation of samples taken from feces, intestinal mucosa and milk, and identified through IS900 PCR. From 298 cows older than three years, the percentage of reactive animals was 40% by indirect ELISA test. The diagnosis of paratuberculosis was based on clinic-epidemiological data, serology, bacterial isolation in Herrold egg yolk medium with micobactin and on IS900 PCR. After the adoption of control measures, as slaughter of cows with clinical signs, selective slaughter of seropositive cows, removal of the calf from the dam at birth, and use of the colostrum bank, we observed a reduction from six clinical cases to only one case per year, in the last three years of the study.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

101

A strategy to prevent damages in portuguese small ruminants due to hot climate conditions

Silva, J. Santos e; Fitas da Cruz, Vasco; Barbosa, José Carlos

In some Portuguese inland regions, small ruminants can be subject to hot climate conditions, as high temperatures or heat waves. These conditions can affect animal production, mainly milk and its quality. In fact, data from revious years, shows that temperatures in Summer tend to be high, and severa...

DRIVER (Portuguese)