Sample records for rickettsiae
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 9 shown.



1

Rickettsia conorii Malish and Israeli spotted fever strains causing disease in Portuguese Dogs

Alexandre, Nuno; Sousa, Rita; Santos, Ana Sofia; Nuncio, Maria Sofia; Boinas, Fernando; Bacellar, Fátima

Mediterranean spotted fever has the highest incidence in Portugak compared with opther endemic countries. However, few studies have been performed to understand the disease in the dogs, one of the most important host of Rhipicephalus sanguineus ticks, vector of Rickettsia conorii strains. Our main o...

DRIVER (Portuguese)

2

Isolamento de Rickettsia em cultura de células vero/ Isolation of Rickettsia in vero cell culture

Melles, Heloisa Helena Barbosa; Colombo, Silvia; Lemos, Elba Regina Sampaio de
1999-10-01

Resumo em português Embora o diagnóstico da febre maculosa baseie-se em sinais e sintomas característicos, o mesmo requer confirmação laboratorial, pois existem alguns diagnósticos diferenciais possíveis como meningococcemia, leptospirose, infecção por enterovírus e febre tifóide. A confirmação laboratorial pode ser feita através da pesquisa de anticorpos específicos, possível somente alguns dias após o aparecimento da doença, através do isolamento do agente em amostras de (mais) sangue e/ou biópsia de pele, e ainda, de amostras de carrapatos coletados do paciente ou de animais reservatório. O isolamento a partir de sangue ou biópsia de pele resulta em diagnóstico precoce da doença, pois na fase de rickettsemia ainda não há anticorpos detectáveis no sangue. Assim, com o objetivo de facilitar o diagnóstico precoce da febre maculosa, estabelecemos um método de isolamento de rickettsia em cultura de células vero. Para a padronização foi inoculada amostra padrão de Rickettsia rickettsii, cepa Sheyla Smith, cedida pelo CDC. A identificação foi feita através da reação de imunofluorescência indireta. A presença de microrganismos verdes fluorescentes visualizados no interior do citoplasma das células caracterizou o crescimento do agente. Posteriormente, a metodologia foi confirmada pelo isolamento do agente da febre maculosa em amostras de biópsia de pele de paciente proveniente de área endêmica no Estado de São Paulo, bem como, de amostras de carrapato do gênero Amblyomma, considerado o reservatório e transmissor da doença no Brasil. Resumo em inglês The diagnosis of spotted fever is based on characteristic signs and symptoms but requires laboratorial confirmation because of the possible differencial diagnosis from other diseases like leptospirosis, enterovirosis, meningococcemia and tiphoid fever. Laboratorial confirmation may be done by detection of specific antibodies which is possible only 5-10 days after the onset of the symptoms or by the isolation of Rickettsiae from blood and/or skin biopsy and from ticks coll (mais) ected in the patient or in the animal reservoir. The isolation of Rickettsiae from blood or skin biopsy results in an early diagnosis of spotted fever since in the rickettsiemic phase of the disease there is no detectable level of antibodies in the serum. With the purpose of facilitating the diagnosis of Spotted Fever we have standardized the isolation of Rickettsiae in cell culture by a method that is less time consuming and that reduces the biological risks than isolation in guinea pigs. vero cell cultures were inoculated with the Sheyla Smith strain of Rickettsia rickettsii provided by CDC (Atlanta-USA). The identification was performed by indirect immunofluorescence technique. The presence of green fluorescent organisms characterized the growth of the agent. Ulterior confirmation of the methodology was done by isolation of the spotted fever agent from skin biopsy of a patient from an endemic area and from Amblyomma ticks that are the reservoir and vector of the Brazilian spotted fever.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Caracterização de Rickettsia spp. circulante em foco silencioso de febre maculosa brasileira no Município de Caratinga, Minas Gerais, Brasil/ Characterization of Rickettsia spp. circulating in a silent peri-urban focus for Brazilian spotted fever in Caratinga, Minas Gerais, Brazil

Cardoso, Luciane Daniele; Freitas, Renata Nascimento; Mafra, Cláudio Lísias; Neves, Cristiane Vilas Boas; Figueira, Fátima Cristina Bacellar; Labruna, Marcelo Bahia; Gennari, Solange M.; Walker, David Hughes; Galvão, Márcio Antônio Moreira
2006-03-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi caracterizar Rickettsia spp. circulante em artrópodes vetores no Município de Caratinga, Minas Gerais, Brasil, por meio da PCR, e investigar a presença de anticorpos para riquétsias do grupo da febre maculosa em cães e eqüinos. 2.610 ectoparasitos foram coletados e identificados taxonomicamente. Amostras de DNA obtidas desses vetores foram submetidas à PCR e seqüenciamento. Em pulgas do gênero Ctenocephalides e em carrapatos Amblyomm (mais) a cajennense foram identificadas seqüências com 100% de homologia com R. felis. Em carrapatos Rhipicephalus sanguineus uma seqüência apresentou 99% de homologia com R. felis e uma seqüência obtida de A. cajennense apresentou 97% de homologia com R. honei e R. rickettsii. Soros de cães (73) e de eqüinos (18) foram submetidos à imunofluorescência indireta (RIFI) usando-se antígeno de R. rickettsii. Apenas três dos soros de eqüinos (17%) mostraram-se positivos. A detecção molecular de riquetsias potencialmente patogênicas ao homem em vetores e a presença de sororeatividade para riquetsias do grupo da febre maculosa em eqüinos, demonstram o risco de transmissão de riquetsioses nessa área e a necessidade de se manter um sistema contínuo de vigilância epidemiológica. Resumo em inglês The present study was intended to characterize Rickettsia spp. circulating in arthropod vectors in Caratinga, Minas Gerais, Brazil, by PCR and to investigate the presence of antibodies against the spotted fever Rickettsiae group (SFRG) in dogs and horses. 2,610 arthropods were collected and taxonomically identified. DNA samples obtained from these vectors were submitted to PCR and cycle-sequenced. Ctenocephalides and Amblyomma cajennense showed sequences presenting 100.0% (mais) homology with R. felis. A sequence obtained from Rhipicephalus sanguineus showed 99.0% homology with R. felis, and a sequence from A. cajennense showed 97.0% homology with R. honei and R. rickettsii. Canine (73) and equine (18) serum samples were tested by indirect fluorescent antibody (IFA) using R. rickettsii antigen. Only three of the equine sera tested (17.0%) had positive antibody titers. Molecular detection of rickettsiae species potentially pathogenic to humans in arthropod vectors and the presence of seroreactivity to SFRG in horses show the risk of transmission of rickettsiosis in this area and the need to maintain continuous epidemiological surveillance for rickettsial diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Caracterização de Rickettsia spp. circulante em foco silencioso de febre maculosa brasileira no Município de Caratinga, Minas Gerais, Brasil/ Characterization of Rickettsia spp. circulating in a silent peri-urban focus for Brazilian spotted fever in Caratinga, Minas Gerais, Brazil

Cardoso, Luciane Daniele; Freitas, Renata Nascimento; Mafra, Cláudio Lísias; Neves, Cristiane Vilas Boas; Figueira, Fátima Cristina Bacellar; Labruna, Marcelo Bahia; Gennari, Solange M.; Walker, David Hughes; Galvão, Márcio Antônio Moreira
2006-03-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi caracterizar Rickettsia spp. circulante em artrópodes vetores no Município de Caratinga, Minas Gerais, Brasil, por meio da PCR, e investigar a presença de anticorpos para riquétsias do grupo da febre maculosa em cães e eqüinos. 2.610 ectoparasitos foram coletados e identificados taxonomicamente. Amostras de DNA obtidas desses vetores foram submetidas à PCR e seqüenciamento. Em pulgas do gênero Ctenocephalides e em carrapatos Amblyomm (mais) a cajennense foram identificadas seqüências com 100% de homologia com R. felis. Em carrapatos Rhipicephalus sanguineus uma seqüência apresentou 99% de homologia com R. felis e uma seqüência obtida de A. cajennense apresentou 97% de homologia com R. honei e R. rickettsii. Soros de cães (73) e de eqüinos (18) foram submetidos à imunofluorescência indireta (RIFI) usando-se antígeno de R. rickettsii. Apenas três dos soros de eqüinos (17%) mostraram-se positivos. A detecção molecular de riquetsias potencialmente patogênicas ao homem em vetores e a presença de sororeatividade para riquetsias do grupo da febre maculosa em eqüinos, demonstram o risco de transmissão de riquetsioses nessa área e a necessidade de se manter um sistema contínuo de vigilância epidemiológica. Resumo em inglês The present study was intended to characterize Rickettsia spp. circulating in arthropod vectors in Caratinga, Minas Gerais, Brazil, by PCR and to investigate the presence of antibodies against the spotted fever Rickettsiae group (SFRG) in dogs and horses. 2,610 arthropods were collected and taxonomically identified. DNA samples obtained from these vectors were submitted to PCR and cycle-sequenced. Ctenocephalides and Amblyomma cajennense showed sequences presenting 100.0% (mais) homology with R. felis. A sequence obtained from Rhipicephalus sanguineus showed 99.0% homology with R. felis, and a sequence from A. cajennense showed 97.0% homology with R. honei and R. rickettsii. Canine (73) and equine (18) serum samples were tested by indirect fluorescent antibody (IFA) using R. rickettsii antigen. Only three of the equine sera tested (17.0%) had positive antibody titers. Molecular detection of rickettsiae species potentially pathogenic to humans in arthropod vectors and the presence of seroreactivity to SFRG in horses show the risk of transmission of rickettsiosis in this area and the need to maintain continuous epidemiological surveillance for rickettsial diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Febre maculosa: isolamento de Rickettsia em amostra de biópsia de pele/ Spotted fever: Rickettsia isolation in skin biopsy sample

Melles, Heloisa Helana B.; Colombo, Silvia; Silva, Marcos Vinícius da
1992-02-01

Resumo em português Presença de Rickettsia na pele de doente de Febre Maculosa foi evidenciada por inoculação intraperitoneal em cobaio. O diagnóstico sorológico por imunoflüorescência indireta revelou diferença de título de anticorpos específicos para Rickettsia rickettsii, de 4 vezes entre a 1º e a 3º amostra. Imunoglobulina M (IgM) específica foi detectada nas amostras de sangue, evidência de infecção em atividade ou recente. Foi também detectada a presença de anticorpos específicos para R. rickettsii no soro dos cobaios inoculados. Resumo em inglês A 2 years old child living in an area of the State of São Paulo, known in the past as endemic for rickettsiosis developed clinical evidences of spotted fever after a tick bite. Rickettsiae were isolated from guinea pigs inoculated with a skin homogenate. In sera tested by indirect immunofluorescence with Rickettsia rickettsii standard antigen, IgG specific antibody titers raised from 1:512 in the first sample to 1:2048 in the third one; IgM specific antibody titer was 1: (mais) 128 in the three samples. Also positive were sera obtained from the inoculated guinea pigs. In the last 20 years no other case of rickettsial spotted fever has been confirmed by isolation of the agent in Brasil. To our knowlwdge, there are no previous reports of isolation of Rickettsiae through inoculation of skin biopsy homogenates.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Detecção de riquétsias em carrapatos do gênero Amblyomma (Acari: Ixodidae) coletados em parque urbano do município de Campinas, SP/ Rickettsiae detection in Amblyomma ticks (Acari: Ixodidae) collected in the urban area of Campinas city, SP

Estrada, Dora Amparo; Schumaker, Teresinha Tizu Sato; Souza, Celso Eduardo de; Rodrigues Neto, Elias José; Linhares, Arício Xavier
2006-02-01

Resumo em português O Município de Campinas situa-se em região endêmica para febre maculosa brasileira do Estado de São Paulo, onde vários casos desta doença vem ocorrendo. Capivaras têm sido associadas ao ciclo dessa riquetsiose por apresentarem sorologia positiva e serem hospedeiras de carrapatos Amblyomma spp principais vetores da doença. Carrapatos foram coletados no parque urbano do Lago do Café, Campinas, SP, local associado a casos humanos suspeitos de febre maculosa brasilei (mais) ra, sobre a vegetação e das capivaras ali presentes, e pesquisados quanto à presença de riquétsias pela reação em cadeia da polimerase e pelo teste de hemolinfa. Adultos de Amblyomma cajennense e Amblyomma cooperi albergavam Rickettsia bellii, não patogênica, identificada pela análise das seqüências de nucleotídeos do gene gltA, porém, não foram constatadas riquétsias do Grupo da Febre Maculosa. Estes resultados associados à ausência de um isolado de riquétsias do Grupo da Febre Maculosa de capivaras indicam que seu papel, enquanto reservatório, necessita de maior investigação. Resumo em inglês The city of Campinas is located in an endemic area for brazilian spotted fever in São Paulo State, where several cases have recently occurred. Capybaras have been associated with the cycle of this disease, for they present positive serology and serve as host for ticks of the genus Amblyomma, the main vectors of brazilian spotted fever. Ticks were colleted both from Capybaras and from the vegetation in the city park Lago do Café, located in the urban area of Campinas cit (mais) y, SP, a site associated with suspected human cases of brazilian spotted fever. The ticks collected were examinaded for the presence of rickettsiae using polymerase chain reaction and the haemolymph test. Through analysis of the gene gltA nucleotide sequence, adults of Amblyomma cajennense and Amblyomma cooperi were found to be infected with the non pathogenic Rickettsia bellii. However, no rickettsiae of the spotted fever group were detected. These results indicate that the role of capybaras as reservoirs of rickettsiae of the Spotted Fever group is still uncertain and further studies are required.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Rickettsioses emergentes e reemergentes numa região endêmica do Estado de Minas Gerais, Brasil/ Emerging and reemerging rickettsiosis in an endemic area of Minas Gerais State, Brazil

Galvão, Márcio A. M.; Lamounier, Joel A.; Bonomo, Elido; Tropia, Margarete S.; Rezende, Eliane G.; Calic, Simone B.; Chamone, Chequer B.; Machado, Mirtes C.; Otoni, Márcia E. A.; Leite, Romário C.; Caram, Camila; Mafra, Cláudio L.; Walker, David H.
2002-12-01

Resumo em português O trabalho descreve um inquérito sorológico para rickettsioses em escolares e cães de Novo Cruzeiro, Minas Gerais, Brasil, em 1998. Trezentos e trinta e um escolares pertenciam a uma área endêmica e 142 a uma área não endêmica do município. Trinta e nove (10,1%) soros foram reativos à Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para Rickettsia rickettsiino título de 1:64, sendo que dentre esses reativos, 35 eram de estudantes de escolas de área endêmica. (mais) Dentre os 73 cães analisados quanto à presença de anticorpos anti R. rickettsii, anti Ehrlichia chaffeensise anti Ehrlichia canisà RIFI no título de 1:64, 3 (4,11%), 11 (15,07%) e 13 (17,81%) desses animais foram reativos respectivamente aos antígenos testados. Conclui-se que, a sororeatividade para R. rickettsiiem indivíduos sadios sem história prévia de febre maculosa brasileira, uma doença marcante por sua alta letalidade, e a presença de sororeatividade para Ehrlichiacom potencial patogênico para o homem em cães, nos leva a indagar sobre a transmissão ao homem de outras espécies da família Rickettsiae na área estudada. Resumo em inglês This article describes a serological survey for rickettsiosis in the county of Novo Cruzeiro, Minas Gerais State, Brazil, in 1998, testing schoolchildren and dogs. Sera included 331 samples from schoolchildren from an endemic area and 142 samples from schoolchildren from a non-endemic area in the county. All children examined were healthy and had not reported clinical symptoms of Brazilian spotted fever prior to the serological survey. Some 35 children in the endemic area (mais) were reactive to Rickettsia rickettsiiby indirect fluorescent antibody (IFA) with a titer of 1:64, corresponding to 10.6%. Sera from 73 dogs were tested, showing seroreactivity (IFA 1:64) to Rickettsia rickettsi, Ehrlichia chaffeensis, and Ehrlichia canisin 3 (4.11%), 11 (15.07%), and 13 (17.81%), respectively. The results in schoolchildren and the presence of canine seroreactivity to Ehrlichiaspecies that are potentially pathogenic to humans suggests the risk of transmission of other Rickettsiaein the study area.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Rickettsioses emergentes e reemergentes numa região endêmica do Estado de Minas Gerais, Brasil/ Emerging and reemerging rickettsiosis in an endemic area of Minas Gerais State, Brazil

Galvão, Márcio A. M.; Lamounier, Joel A.; Bonomo, Elido; Tropia, Margarete S.; Rezende, Eliane G.; Calic, Simone B.; Chamone, Chequer B.; Machado, Mirtes C.; Otoni, Márcia E. A.; Leite, Romário C.; Caram, Camila; Mafra, Cláudio L.; Walker, David H.
2002-12-01

Resumo em português O trabalho descreve um inquérito sorológico para rickettsioses em escolares e cães de Novo Cruzeiro, Minas Gerais, Brasil, em 1998. Trezentos e trinta e um escolares pertenciam a uma área endêmica e 142 a uma área não endêmica do município. Trinta e nove (10,1%) soros foram reativos à Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para Rickettsia rickettsiino título de 1:64, sendo que dentre esses reativos, 35 eram de estudantes de escolas de área endêmica. (mais) Dentre os 73 cães analisados quanto à presença de anticorpos anti R. rickettsii, anti Ehrlichia chaffeensise anti Ehrlichia canisà RIFI no título de 1:64, 3 (4,11%), 11 (15,07%) e 13 (17,81%) desses animais foram reativos respectivamente aos antígenos testados. Conclui-se que, a sororeatividade para R. rickettsiiem indivíduos sadios sem história prévia de febre maculosa brasileira, uma doença marcante por sua alta letalidade, e a presença de sororeatividade para Ehrlichiacom potencial patogênico para o homem em cães, nos leva a indagar sobre a transmissão ao homem de outras espécies da família Rickettsiae na área estudada. Resumo em inglês This article describes a serological survey for rickettsiosis in the county of Novo Cruzeiro, Minas Gerais State, Brazil, in 1998, testing schoolchildren and dogs. Sera included 331 samples from schoolchildren from an endemic area and 142 samples from schoolchildren from a non-endemic area in the county. All children examined were healthy and had not reported clinical symptoms of Brazilian spotted fever prior to the serological survey. Some 35 children in the endemic area (mais) were reactive to Rickettsia rickettsiiby indirect fluorescent antibody (IFA) with a titer of 1:64, corresponding to 10.6%. Sera from 73 dogs were tested, showing seroreactivity (IFA 1:64) to Rickettsia rickettsi, Ehrlichia chaffeensis, and Ehrlichia canisin 3 (4.11%), 11 (15.07%), and 13 (17.81%), respectively. The results in schoolchildren and the presence of canine seroreactivity to Ehrlichiaspecies that are potentially pathogenic to humans suggests the risk of transmission of other Rickettsiaein the study area.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Consideracões sobre a natureza, desenvolvimento e transmissão de Cytamoeba bacterifera Labbé, 1894 de Leptodactylus ocellatus/ Considerations about the nature, development and transmission of Cytamoeba bacterifera Labbé, 1894 from Leptodactylus ocellatus

Sousa, Maria Auxiliadora de; Freire, Eliane Guimarães
1975-01-01

Resumo em português Com o objetivo de fornecer dados para o esclarecimento do controvertido problema da natureza de Cytamoeba bacterifera freqüentemente encontrada nos eritrócitos de Leptodactylus ocellatus, realizamos alguns testes citoquímicos. Demonstramos a presença do ácido ribonucleico e polissacarídeos não digeríveis pela ptialina em sua estrutura. Com o método de Feulgen, teste de referência para a caracterização do ácido desoxirribonucleico, obtivemos principlemnte resu (mais) ltados negativos; porém, um parasito com fraca e difusa positividade e algumas reações duvidosas também foram encontrados. Ao emrpegarmos o Verde Metila-Pironina, mesmo após o tratamento pela ribonuclease, e o Azul de Toluidina, também depois da ação desta enzima, não conseguimos confimar a presença de ADN. Como os elementos constituintes de C. bacterifera são minúsculos e, às vezes, não evidenciáveis, é possível que seu teor de ADN, porventura existente, seja muito pequeno e, conseqüentemente, de difícil demonstração por métodos cujos resultados são observados sob microscopia ótica, além de poder ficar facilmente encoberto por outras substâncias. Não estamos propensos a admitir uma provável natureza virótica para Cytamoeba baseados, principalmente, em alguns de seus aspectos estruturais (figs. 8, 15, 17 e 18) e na ausência de alteração no núcleo das células parasitadas. Apesar de não termos comprovado a presença de ADN, achamos possível que C. bacterifera seja um aglomerado intracitoplasmático de organismos modificados, cujas dimensões situam-se nas proximidades do limite de resolução do microscópio ótico, relacionados com as bactérias, assim como são, por exemplo, os Clamídios e as Riquétsias. Observamos o desenvolvimento de Cytamoeba em rã mantida em cativeiro por três meses e semanalmente examinada; constatamos decréscimo paulatino da parasitemia inicial e também que os seus tipos estruturais e medidas não estavam relacionadas com a etapa da infecção. Não conseguimos transmitir, por inoculação intra-peritoneal, Cytamoeba de L. ocellatus para Bufo crucifer. Resumo em inglês In view to furnish data to elucita the controversial problem of the nature of Cytamoeba bacterifera, which it is often found in erythrocytes of the frog Leptodactylus ocellatus, we have done some cytochemical tests. We displayd in its structure the contents of RNA and polysaccharides that do not undergo digestion by ptyalin. With the Feulgen's method we mainly obtained negative results, but one parasite showed a faintly diffused positivity and a few doubtful reaction were (mais) also observed. When we employed the Methyl Green-Pyronin, even after the ribonuclease treatment, and the Toluidin Blue, likewise subsequent to the activity of this enzime, we did not evidence the DNA. Taking into account that the components of C. bacterifere are usually very small and sometimes undiscernible, it is probable that their contents of DNA, perhaps existent, would be difficultly demonstrated under the light microscope, and also that it would be easily dissimulated by other substances. We do not believe in a viral nature of Cytamoeba mainly regarding some aspects of its structure (figs. 8, 15, 17 and 18) and the absence of damage on the nucleous of the infected cells. Although we did not prove the presence of DNA, we think that it is possible that C. bacterifera is an intracytoplasmic clump of modified organisms wich sizes are just within the nearness of th limit of visibility with optical microscopes, related with the bacteria, such as are, by exemple, the Chlamydiae and Rickettsiae. The development of Cytamoeba was followed in a frog maintained int he laboratory during three months and weekly examined; we observed progressive decrease of the parasitismo. Its structural types and sizes were not related with the phasis of the infection. We did not get transmission by intraperitonela inoculation of C. bacterifera from L. ocellatus to Bufo crucifer.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)