Sample records for response matrix method
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 3 shown.



1

Biofilme em rinossinusite crônica com polipose nasossinusal: estudo piloto/ Biofilm in chronic sinusitis with nasal polyps: pilot study

Bezerra, Thiago Freire Pinto; Pádua, Francini Grecco de Melo; Ogawa, Allex Itar; Gebrim, Eloisa Maria Mello Santiago; Saldiva, Paulo Hilário Nascimento; Voegels, Richard Louis
2009-12-01

Resumo em português Apatogenia da rinossinusite crônica não está completamente estabelecida e existem algumas explicações para essa doença, como a osteíte, os superantígenos, a hipersensibilidade mediada por fungos e, mais recentemente, o biofilme. Não existem publicações na língua portuguesa sobre biofilmes na rinossinusite crônica. OBJETIVO: Reproduzir um método para evidenciar a presença de biofilmes em pacientes com rinossinusite crônica com polipose nasossinusal. MATERIA (mais) L E MÉTODO: Amostras de bula etmoidal de nove pacientes com rinossinusite crônica com polipose nasossinusal sem resposta ao tratamento clínico submetidos à cirurgia foram analisadas com microscopia eletrônica de varredura para evidenciar o biofilme. DESENHO DO ESTUDO: Estudo de coorte contemporânea com corte transversal. RESULTADOS: Observamos o biofilme em 55,56% (5/9) dos pacientes, através da visualização da estrutura tridimensional, de estruturas esféricas envolvidas por uma matriz amorfa e dos canais de água. CONCLUSÃO: Reproduzimos um método de visualização de biofilme bacteriano através da microscopia eletrônica de varredura e evidenciamos a sua presença nos pacientes com rinossinusite crônica com polipose nasossinusal. Resumo em inglês Chronic rhinosinusitis' pathogenesis is not completely established and there are some explanations for this disease, such as osteitis, superantigens, fungal-mediated hypersensitivity and, more recently, biofilms. There are no reports in Portuguese about biofilms in chronic rhinosinusitis. AIM: To reproduce a method for visualization of biofilms in patients with chronic rhinosinusitis and nasal polyps. PATIENTS AND METHODS: Samples of ethmoid bulla of nine patients with ch (mais) ronic rhinosinusitis with nasal polyps without response to clinical treatment who underwent surgery were analyzed with scanning electron microscopy to evidence bacterial biofilms. STUDY DESIGN: A contemporary cross-sectional cohort study RESULTS: In 55.56% (5/9) of the patients we observed biofilms by seeing three-dimensional structures, spherical structures surrounded by an amorphous matrix and water-channels. CONCLUSION: We reproduced a method for visualization of bacterial biofilms by scanning electron microscopy and evidenced its presence in chronic rhinosinusitis with nasal polyps.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Retalho de submucosa de intestino delgado autólogo para aumento da capacidade da bexiga: estudo experimental em cães/ Small intestine submucosa as an autologous patch to enlarge bladder capacity: experimental study on dogs

Greca, Fernando Hintz; Biondo-Simões, Maria de Lourdes Pessole; Santos, Eduardo Antônio Andrade dos; Zanelatto-Gonçalves, Patrícia Carla; Chin, Eduardo Wei Kin; Ioshii, Sérgio Ossamu
2002-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Os procedimentos disponíveis para correção de lesões do trato urinário não são livres de complicações. Recentemente, uma nova opção tem sido investigada: o uso da submucosa de intestino delgado (SIS). Constituída de uma matriz extracelular que não apresenta tendências à rejeição, a SIS é capaz de permitir o crescimento de vasos sangüíneos, participar de processos de diferenciação celular e de ser resistente contra o desenvolvimento de proce (mais) ssos infecciosos. O objetivo deste estudo foi avaliar a histocompatibilidade de um enxerto autólogo de submucosa de intestino delgado (SIS), quando utilizado para a ampliação da bexiga urinária. MÉTODO: Utilizaram-se oito cães adultos, pesando entre 10 e 15kg. Realizou-se laparotomia mediana e enterectomia de um segmento de jejuno de 10cm, localizado a 20cm da flexura duodeno-jejunal, seguida de anastomose terminoterminal. Desse segmento de intestino obteve-se, por dissecção, a camada submucosa. Após esvaziamento da bexiga por punção, fez-se uma incisão mediana de 3cm em sua parede, compreendendo todas as camadas. Um segmento de 3 x 2,5cm de SIS foi fixado às bordas da incisão com sutura contínua, laçada de fio absorvível 3.0 de poliglecaprone-25. No 30º dia de pós-operatório os animais foram submetidos à retirada da bexiga para estudo histopatológico. RESULTADOS: Não se observou reação inflamatória aguda. Reação inflamatória crônica esteve presente com graus discreto e moderado. A infiltração fibroblástica foi moderada. A presença de células gigantes de corpo estranho foi mínima. A epitelização foi satisfatória, não sendo completa em apenas um dos oito implantes. Ocorreu incorporação predominante de fibras colágenas tipo III, cuja média correspondeu a 70,7% do colágeno total. A reabsorção da mucosa foi moderada em 7/8 dos implantes. CONCLUSÃO: Os resultados indicam que ocorre regeneração da bexiga, quando é utilizada a submucosa de intestino delgado como substrato. A submucosa de intestino delgado autóloga pode ser uma alternativa viável na reconstrução da bexiga urinária. Resumo em inglês BACKGROUND: Many materials, including organic and synthetic prosthesis, have been described as substitutes of the genitourinary tract. The most commonly used is the ileum, which has many advantages, as easy mobilization and regular vascular pattern. However, the ideal substitute for urinary tract has not been found yet. Ileocystoplasty is not a harmless procedure, and so, investigations are constantly being made to find new substitutes. Small intestinal submucosa (SIS) is (mais) an extracelular matrix that can be used as a reabsorbable scaffold for tissue engineering. It allows blood vessels ingrowth, epithelial and connective cells proliferation, induces growing factors production and acquires macro and microscopic characteristics similar to the native tissue. In the urinary tract, previous experimental studies have demonstrated that SIS promotes bladder regeneration. The aim of the present study was to evaluate the biocompatibility of an autologous SIS implant used for bladder augmentation. METHOD: Eight mongrel dogs, weighing between 8 and 15 kg, were prepared for surgery under general anesthesia. A 3cm full-thickness midline cystotomy was performed, followed by immediate augmentation with autologous small intestine submucosa patch graft. On the 30th post-operative day, the animals were re-operated and a fragment of the urinary bladder wall including its patch was removed for histopathogical study. RESULTS: All implants were well incorporated. Macroscopically, SIS could not be distinguished from the native bladder tissue. Mild adherences occurred on the anterior parietal peritoneum. No other macroscopic complications were found. Acute inflammatory response was absent, and chronic inflammatory cells were seen in mild degree. Foreign body reaction was not present, implying satisfactory biological acceptation of the SIS patch graft. Epithelialization was complete in 7/8 implants. Fibroblastic proliferation was moderate. The densitometry of collagen revealed a greater amount of collagen III. Submucosa patch absorption was moderate in most cases. CONCLUSION: We concluded that autologous small intestine submucosa promotes bladder tissue regeneration. Small intestinal submucosa can represent a new option in urinary tract reconstruction.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Discriminação de unidades de paisagem para fins de levantamentos pedológicos por meio da resposta espectral orbital/ Landscape unit discrimination for pedological surveys by orbital spectral response

Nanni, Marcos Rafael; Cézar, Everson; Chicati, Marcelo Luiz; Hata, Fernando Teruhiko; Oliveira, Roney Berti; Demattê, José Alexandre
2010-09-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi comparar dois métodos de levantamentos de solos. O primeiro foi realizado por meio de metodologias tradicionalmente utilizadas na distinção das unidades de paisagem e discriminação das classes de solos, como fotointerpretação e relação solo-paisagem. O segundo foi baseado na distinção das classes de solos por meio da sua resposta espectral, obtida em nível orbital. Para o estabelecimento dos atributos dos solos e sua classificaç� (mais) �o, as amostras de solo foram coletadas em duas profundidades, num grid com pontos distanciados de 500 m. Com essas amostras foram realizadas análises físicas e químicas dos solos. Nos locais de amostragem foi determinada, a partir da imagem orbital, a reflectância aparente do solo e, por meio de análise de agrupamentos, foram estabelecidas as unidades de paisagem. A fidedignidade de semelhança entre as unidades de paisagem obtidas pelos dois métodos foi avaliada pelo índice Kappa, cujo valor foi de 0,43, indicando que ambos os métodos produziram resultados semelhantes na discriminação de classes de solo. Resumo em inglês The objective of this study was compare two soil survey methods. The first was performed by methods traditionally used to distinguish landscape units and soil class discrimination. The second was based on soil class distinction through orbital spectral response. In order to establish soil characteristics and their classification, soil samples were collected at two depths in a grid system, with a distance of 500 meters between points. With these samples, physical and chemi (mais) cal analyses were carried out. In the sampling points, the apparent reflectance of the soil, from the orbital image, was determined and, through cluster analysis landscape units were established. In order to evaluate the resemblance reliability between the landscape units established in each method, the Kappa index was used, the value set for the confusion matrix was 0.43, indicating high quality in the comparison, showing that the non-conventional method was as close as the one carried out by photointerpretation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)