Sample records for pyrolytic carbon
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 1 shown.



1

Uso de carbonos pirolíticos (Durasphere) no tratamento da insuficiência glótica: estudo experimental em cães/ Use of pyrolytic carbon coated beads (Durasphere) to treat glottic failure: an experimental study in dogs

Tsuji, Domingos Hiroshi; Sakae, Flavio Akira; Imamura, Rui; Ferraz, Luis Fernando; Sennes, Luiz Ubirajara
2009-12-01

Resumo em português Nenhum tecido ou substância ideal foi encontrado para a injeção em pregas vocais. O objetivo deste estudo prospectivo foi avaliar o uso do Durasphere como substância de injeção na prega vocal canina. MATERIAIS E MÉTODOS: Em seis cães adultos foram injetados 0,3mL de Durasphere no terço médio da prega vocal direita no músculo tireoaritenoideo e 0,3mL de soro fisiológico na prega contralateral. Os animais foram sacrificados após 7 dias (três cães) e 90 dias ( (mais) três cães). Analisamos os processos inflamatórios no músculo vocal e na lâmina própria das pregas vocais. RESULTADOS: No músculo vocal com Durasphere havia uma inflamação significativamente maior que no músculo controle, formouse um infiltrado linfomononuclear moderado após 7 dias e leve após 90 dias. Não observamos formação de corpos estranhos ou granulomas. Já na lâmina própria houve um processo inflamatório leve nos dois grupos, sem diferença entre eles. CONCLUSÃO: Trata-se de uma substância com biocompatibilidade comprovada em humanos, com resultados preliminares e inéditos de sua injeção em pregas vocais caninas que causou um processo inflamatório moderado no músculo vocal após 7 dias e leve após 90 dias, sem formação de corpos estranhos ou granulomas. Resumo em inglês There is no ideal tissue or substance to be injected in the vocal folds. The objective of the present study was to assess the use of Durasphere in canine vocal fold injection. MATERIALS AND METHODS: in six adult dogs we injected 0.3 mL of Durasphere in the middle third of the thyroarytenoid muscle and 0.3 mL of saline solution in the contralateral vocal fold. The animals were slaughtered after seven days (three dogs) and after 90 days (three dogs). We analyzed the inflamm (mais) atory process in the vocal fold and in the lamina propria of the vocal folds. RESULTS: in the vocal muscle which received Durasphere there was a significantly more intense inflammation when compared to the control muscle - there was a moderate lymphomodular infiltrate after seven days and mild after 90 days. We did not observe foreign bodies nor granulomas. On the lamina propria there was a mild inflammatory process in the two groups, without difference between them. CONCLUSION: this is a substance of proven biocompatibility in humans, with preliminary and unprecedented results and its injection in canine vocal folds caused a moderate inflammatory process after seven days and mild after 90 days, without foreign bodies or granuloma formation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)