Sample records for pressure release
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 16 shown.



1

Água disponível em um Neossolo Quartzarênico após adição de um condicionador mineral do solo/ Available water in a Quartzsandy Neosol after addition of a mineral soil conditioner

Costa, Cicero S.; Rodrigues, José J. V.; Cavalcanti, Antônio C.; Marinho, Ligia B.; Almeida Neto, Luiz A.; Silva, Tonny J. A.
2009-10-01

Resumo em português Objetivou-se, com o estudo, avaliar a adição do estéril resultante da extração da gipsita, como condicionante do solo, sobre a disponibilidade de água em um Neossolo Quartzarênico coletado no Município de Petrolina, PE. A capacidade de campo (CC) foi obtida pela saturação e subseqüente drenagem de um perfil simulado de solo em uma coluna de cilindros de PVC com 100 cm de altura, nas proporções de 0, 20, 40, 60 e 80 g kg-1 do estéril, incorporadas nos 40 cm s (mais) uperiores. O ponto de murcha permanente (PMP) foi determinado pelo método fisiológico; adicionalmente, a CC e o PMP o foram pela metodologia usual utilizando-se o extrator de Richards com uma pressão de 10 e 1500 kPa, respectivamente. A incorporação de doses crescentes do estéril aumentou a água disponível do solo, de 4,8 para 8,67%, quando determinado pelo método tradicional, nas doses 0 e 80 g kg-1, respectivamente, e de 14,76 para 15,08%, nas mesmas doses, quando a água disponível foi determinada a partir da CC e o PMP obtidas pelo método da coluna de drenagem e método fisiológico, respectivamente. Inserindo-se a umidade gravimétrica da capacidade de campo obtida pelo método da coluna de solo na curva de retenção de umidade, vê-se que este parâmetro foi melhor representado por um potencial matricial próximo -6 kPa. Resumo em inglês This work aimed at evaluating the addition of the sterile material resulting from gypsite mining as a soil conditioner on the water availability of a Quartzsandy Neosol collected in the municipality of Petrolina, PE. Field capacity (FC) was obtained by the saturation and subsequent drainage of a simulated soil profile in a column made up of PVC cylinders 100 cm high where doses of 0, 20, 40, 60 and 80 g kg-1 of the sterile material were incorporated to the upper 40 cm. Th (mais) e permanent wilting point (PWP) was determined by the physiological method. In addition, the FC and the PWP were determined by the usual methodology using Richard's pressure plate with the pressures of 10 and 1500 kPa, respectively. The incorporation of increasing doses of sterile material increased the available soil water from 4.8 to 8.67%, determined by the traditional method, and from 14.76 to 15.08% in the same doses when available water was defined with the FC and the PWP determined by the column and physiological methods, respectively. By inserting the gravimetric water content of FC obtained by the column method in the soil water release curve, this parameter was best represented by a matric potencial close to -6 kPa.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Utilização do azul de metileno no tratamento da síndrome vasoplégica após cirurgia cardíaca/ Methylene blue administration in the treatment of the vasoplegic syndrome after cardiac surgery

Andrade, José Carlos S. de; Batista Filho, Mário Lúcio; Évora, Paulo Roberto B; Tavares, José Roberto; Buffolo, Ênio; Ribeiro, Expedito E; Silva, Lélio A; Teles, Carlos A; Petrizzo, Antônia; Barata Filho, Vitor V; Duprat, Renato
1996-06-01

Resumo em português Relata-se a restauração da resistência vascular sistêmica com o uso do azul de metileno (AM) em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca com e sem circulação extracorpórea. Todos os pacientes apresentaram no pós-operatório imediato quadro de taquicardia, oligúria, manutenção da perfusão periférica e importante hipotensão arterial sistêmica, retrataria a grandes doses de catecolaminas. As avaliações hemodinâmicas pela técnica de termodiluição com cat (mais) eter de Swan-Ganz monstraram padrão compatível com síndrome vasoplégica, com índice de resistência vascular sistêmica média de 868 dina. s. cm5, sem resposta a drogas vasoativas. À semelhança do choque endotóxico, a síndrome foi interpretada como decorrente da estimulação da enzima óxido nítricosintetase com conseqüente formação de óxido nítrico (NO) pelas células endoteliais. Utilizou-se então AM, como bloqueador do NO no sistemaguanililciclase/guanino-monofosfatociclase, na dose de 1,5 mg/kg peso, em infusão intravenosa por uma hora. O restabelecimento do tônus vascular sistêmico (IRVS = 1693 dina. s. cm5) com normalização da pressão arterial e do quadro clínico, foi efetivo e rápido, mostrando ser o AM uma promissora droga na diminuição da morbi-mortalidade da síndrome vasoplégica. Resumo em inglês The restoration of the systemic vascular resistance employing methylene blue (MB) in 6 patients after cardiac surgery with and without cardiopulmonary bypass is reported. All patients presented, during the immediate postoperative period, tachycardia, oligury, good peripheral perfusion and important systemic arterial hypotension not responsible to large doses of catecholamines infusion. The hemodynamic analysis, using the Swan-Ganz thermodilution technique, showed a profil (mais) e compatible with vasoplegic syndrome, with the mean index of systemic vascular resistance of 868 dyne.s.cm5, similarly to the endotoxic shock this syndrome was assumed to be caused by nitric oxide synthase stimulation and release of nitric oxide (NO), by endothelial cells. Once released, NO stimulates solube guanylate cyclase, and thereby activates the production of cyclic guanosine 3',5' monophosphate (cGMP) resulting in relaxation. Methylene blue was administered to block the NO action by inhibiting the soluble guanylate cyclase at doses of 1.5 mg/kg during one hour intravenous infusion. Systemic vascular tone restoration (IRVS = 1693 dyne.s.cm5), with normal arterial pressure and clinical performance, were effective and fast, showing MB as a pharmacological tool able to reduce morbidity and mortality of the vasoplegic syndrome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Uso de corticóide como inibidor da resposta inflamatória sistêmica induzida pela circulação extracorpórea/ Corticoid as an inhibitor of systemic inflammatory response, induced by cardiopulmonary bypass

BRASIL, Luiz Antonio; GOMES, Walter José; SALOMÃO, Reinaldo; FONSECA, José Honório Palma; BRANCO, João Nelson Rodrigues; BUFFOLO, Enio
1999-07-01

Resumo em português A circulação extracorpórea (CEC) propicia o desenvolvimento de uma Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica, com liberação de citocinas responsáveis por várias manifestações clínicas. OBJETIVO: Observar a liberação das citocinas Fator de Necrose Tumoral Alfa (TNFa) e Interleucina 6 (IL-6) e verificar as alterações clínicas produzidas em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio com CEC, utilizando ou não (mais) corticóide. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Foram estudados 30 pacientes, sendo 15 (Grupo I) com uso de corticóide (Metilprednisolona, 30 mg/kg) e 15 (Grupo II) sem uso de corticóide. Amostras sangüíneas seriadas foram colhidas, sendo analisadas a liberação de TNFa e IL-6, contagem de leucócitos, VHS e glicemia. Foram comparadas a pressão arterial, freqüência cardíaca, temperatura, sangramento pós-operatório, tempo de intubação orotraqueal e necessidade de drogas vasoativas. Na análise estatística foram considerados significativos valores de p £ 0,05. RESULTADOS: No Grupo I o TNFa não foi detectado e a IL-6 foi detectada em 13 pacientes, com níveis variando de 8,6 a 101,8 pg/ml. No Grupo II o TNFa foi detectado em 13 pacientes, com níveis entre 5,4 e 231,0 pg/ml. A IL-6 neste grupo foi detectada nos 15 pacientes, sendo seus níveis mais elevados que aqueles encontrados no Grupo I, variando entre 5,5 e 2569,0 pg/ml. Os pacientes do Grupo I apresentaram pressão arterial média mais elevada (7,9 ± 0,5 vs 7,3 ± 0,4 mmHg), menor necessidade de drogas vasoativas (5 vs 11). Evoluíram com menos taquicardia (105,6 ± 5,9 vs 109,3 ± 7,2 bpm), temperatura menos elevada (36,5 ± 0,2 vs 37,3 ± 0,2 °C), menor sangramento pós-operatório (576,6 ± 119,5 vs 810,0 ± 176,2 ml), menor tempo de intubação orotraqueal (11,0 ± 2,0 vs 14,6 ± 2,9 h) e leucocitose menos acentuada. Os níveis de glicemia só foram significativos (Grupo I > Grupo II) nas amostras colhidas no PO imediato e 1º PO. O VHS não apresentou diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos. CONCLUSÕES: A metilprednisolona inibiu significantemente a liberação de citocinas pró-inflamatórias principalmente o TNFa. Os efeitos sistêmicos adversos decorrentes da reação inflamatória pós-CEC foram atenuados com o uso do corticóide. Resumo em inglês Cardiopulmonary bypass (CPB) induces the development of a systemic inflammatory response syndrome, with the release of cytokines that are responsible for many clinical manifestations. PURPOSE: The purpose of the study was to observe the release of the cytokines - tumor necrosis factor alpha (TNFa) and Interleukine-6 (IL-6), and to verify the clinical alterations produced in patients undergoing myocardial revascularization with CPB, with or w (mais) ithout corticoids. MATERIAL AND METHODS: Thirty patients were studied - 15 used corticoid (methylprednisolone, 30 mg/kg -Group I) and 15 did not (Group II). Serial blood samples were collected and the TNFa and IL-6 release were analyzed, as well as the leukocyte count, erythrocyte sedimentation rate and glycemia. The blood pressure, cardiac rate, temperature, postoperative bleeding, orotracheal tubing time and inotropic drug requirement were also compared. Statistical significance was assumed when p £ 0.05. RESULTS: In Group I TNFa was not detected and IL-6 was detected in 13 patients, with levels ranging from 8.6 to 101.8 pg/ml. In Group II TNFa was detected in 13 patients, with levels between 5.4 and 231.0 pg/ml. The IL-6 in this group was detected in 15 patients, with higher levels than those in Group I, varying between 5.5 and 2569.0 pg/ml. The Group I patients had higher medium blood pressure (7.9 ± 0.5 vs 7.3 ± 0.4 mmHg) and lower inotropic drug requirement (5 vs 11). They evolved with less tachycardia (105.6 ± 5.9 vs 109.3 ± 7.2 bpm), lower temperature (36.5 ± 0.2 vs 37.3 ± 0.2°C), lower postoperative bleeding, (576.6 ± 119.5 vs 810.0 ± 176.2 ml), shorter orotracheal tubing time (11.0 ± 2.0 vs 14.6 ± 2.9 hs) and lower leukocytosis. The glycemia level was just significant (Group I > Grupo II) in the immediate postoperative and in the first postoperative samples. The erythrocyte sedimentation rate did not present significant statistical difference between the two groups. CONCLUSION: The methylprednisolone significantly inhibited the release of inflammatory cytokines mainly the TNFa. The systemic adverse effects caused by the inflammatory response after CPB were minimized by corticoid use.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Neuropatia pudenda: correlação com dados demográficos, índice de gravidade e parâmetros pressóricos em pacientes com incontinência fecal/ Anorectal manometry and pudendal neuropathy association in fecal incontinence patients

Carvalho, Luciano Pinto de; Corleta, Oly Campos; Mallmann, Afonso Calil Mury; Koshimizu, Ruy Takashi; Spolavori, Alessandro
2002-07-01

Resumo em português RACIONAL: A incontinência feccal é a incapacidade de manter o controle da eliminação do conteúdo intestinal em local e tempo socialmente adequados, resultando em escape de gases e fezes. Sua investigação diagnóstica exige múltiplos exames. A manometria anorretal é considerada imprescindível nesta avaliação. A correlação da manometria com estudos eletrofisiológicos e os sintomas ainda não estão completamente estabelecidos na literatura. OBJETIVOS: Correla (mais) cionar os dados da manometria anorretal e o estudo do tempo de latência motora terminal do nervo pudendo em pacientes com incontinência fecal e co-morbidades. PACIENTES E MÉTODOS: Foram estudados prospectivamente 39 pacientes, 85,6% do sexo feminino com idade média de 60,1 anos (± 12,89), com queixa clínica de incontinência fecal atendidos em ambulatório entre março de 1997 e junho de 2000 no Laboratório de Fisiologia Anorretal do Serviço de Coloproctologia do Hospital Nossa Senhora da Conceição, Porto Alegre, RS. Foram realizados índice de incontinência, manometria anorretal, estudo do tempo de latência motora terminal do nervo pudendo bilateralmente e exame proctológico em todos os pacientes. Para análise estatística, os pacientes foram separados em grupos segundo resultados da manometria anorretal, neuropatia pudenda, idade e sexo. RESULTADOS/CONCLUSÃO: A média do índice de incontinência fecal dos pacientes estudados foi de 9,30 ± 4,93. À manometria anorretal, 23 pacientes (59%) apresentaram pressões reduzidas. As pressões foram significativamente mais elevadas nos pacientes do sexo masculino. O tempo de latência motora terminal do nervo pudendo (neuropatia) foi prolongado em 14 doentes (35,9%). A idade e o tempo de latência motora terminal do nervo pudendo correlacionaram-se significativamente. A demais correlações não foram estatisticamente significativas. Resumo em inglês BACKGROUND: Fecal incontinence stands for inability in maintaining the control of defecation to a socially acceptable and adequate time and place, resulting in unwanted release of gas, liquid or solid stool. The diagnosis needs multiple exams. Anorectal manometry is mandatory for this study. The correlation between manometry with electophysiological studies and symptoms is not yet clear in the literature. AIMS: Correlate values of anal manometry, pudental nerve terminal m (mais) otor latency and co morbidity in fecal incontinence patients. METHODOLOGY AND PATIENTS: Patients with clinical fecal incontinence, who attended the outpatient department of "Hospital Nossa Senhora da Conceição", Porto Alegre, RS, Brazil, between March 1997 and June 2000, were studied prospectively. Every single patient has undergone a general investigation, incontinence score, anal manometry, bilateral pudendal nerve terminal motor latency and physical examination. For statistical purposes the patients were separated in groups according to the results of the anal manometry, pudendal neuropathy, for age and sex. RESULTS/CONCLUSION: Thirty-nine patients were studied, 85,6% female, average age 60,1 years (± 12,89). The average index of the fecal incontinence was of 9,30 (± 4,93). In the anorectal manometry 23 patients showed low pressure. The pressures were significantly higher among males. The nerve terminal motor latency and pudental nerve (neuropathy) time was greater in 14 patients (35,9%). The age and the time of pudental nerve terminal motor were significantly co related. The other co relations were not statistically significant.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Liberação específica de fármacos no cólon por via oral. II - Tipos de sistemas utilizados/ Colonic drug delivery. II- Types of delivery systems

Freire, Ana Cristina; Podczeck, Fridrun; Sousa, João; Veiga, Francisco
2006-09-01

Resumo em português Dois tipos de abordagens podem ser utilizadas para liberar fármacos no cólon: liberação retardada ou liberação específica no cólon. O primeiro caso diz respeito a formulações concebidas de forma a prolongar a dissolução do fármaco e a sua absorção, até que a formulação chegue ao cólon. Esta estratégia demonstra falta de especificidade quando comparada com outras que se baseiam nas características particulares do cólon. A liberação específica no c� (mais) �lon explora as suas propriedades como o pH, atividade enzimática e pressão intraluminal. No geral, o sistema ideal pode ser obtido com a utilização de peletes, que como é sabido possuem maior previsibilidade no seu esvaziamento gástrico e maior tempo de residência no cólon, ou sistemas revestidos com um design simples. Teoricamente, os sistemas baseados na atividade enzimática, e, sobretudo, os que são constituídos por polissacarídeos, são mais específicos e possuem baixa toxicidade. No entanto, qualquer outro sistema pode ser eficaz na liberação específica de fármacos no cólon. Na realidade, alguns sistemas tempo e pH dependentes comercializados, têm mostrado benefícios no tratamento da doença inflamatória do intestino, apesar da sua baixa especificidade. As investigações neste campo, devem ser conduzidas de forma a identificar a estratégia apropriada, que permita a liberação específica do fármaco de maneira segura, efetiva, pouco dispendiosa e com a mínima flutuação em termos de liberação de fármacos no local alvo. Resumo em inglês Two basic approaches may be taken in delivering drugs to the colon: time-delayed release or colonic targeting. The former involves sustained release dosage forms, which are designed to prolong drug dissolution and hence absorption, until it reaches the colon. This strategy shows lack of specificity when compared with others that take advantage of unique characteristics present in the colon. Direct targeting involves the exploitation of environmental properties of the colo (mais) n, like pH of the colon, enzymatic activity or intraluminal pressure. In general, the ideal colonic drug delivery may be accomplished by using pellets, which are known to have more predictable gastric emptying and great colonic residence times, and coated dosage forms with a simple design since they are easy to manufacture. Theoretically, the enzyme dependent systems, and, specially, those based in the use of polysaccharides, are more specific and non-toxic. Nevertheless, any of the others approaches might be suitable to obtain a colonic delivery system with the appropriate characteristics. Some commercially time-dependent and pH-dependent systems have shown important benefits in the treatment of inflammatory bowel disease, despite their less specificity. The investigations in this field should be conducted to identify the appropriate approach, which can result in the delivery of drugs in a safe, effective and less expensive manner with minimum fluctuation in terms of release of drug at target site.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Liberação de pressão de vias aéreas em pacientes pediátricos submetidos à cirurgia cardíaca/ Airway pressure release ventilation in post operative cardiac surgery in pediatric patients

Carvalho, W. B. de; Kopelman, B.I.; Gurgueira, G. L.; Bonassa, J.
2000-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Comparar três modos de VPM, a ventilação mandatória intermitente com pressão expiratória positiva (VMI+PEEP), a VLPVA e a utilização de pressão positiva contínua em vias aéreas (CPAP) em crianças no pós-operatório de cirurgia cardíaca com hipertensão pulmonar e lesão pulmonar leve ou moderada. MÉTODOS: Estudados 10 pacientes com monitorização respiratória (Bear Neonatal Volume Monitor-1®), em VPM com aparelho de fluxo contínuo, ciclado a t (mais) empo e limitado a pressão. As variáveis cardiocirculatórias analisadas foram a pressão venosa central (PVC), extração de oxigênio (ExtO2), freqüência cardíaca (FC), pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial média (PAM) e a diferença artério-venosa de CO2 (D(A-V)CO2). Utilizou-se o teste não-paramétrico de Friedman para comparar as variáveis aferidas nas três modalidades de ventilação e o teste de Wilcoxon para a comparação das variáveis obtidas em duas das modalidades. RESULTADOS: A pressão média de vias aéreas (PMVA) apresentou um aumento significante durante a VLPVA em relação à VMI+PEEP (p=0,012). A pressão inspiratória positiva (PIP), o volume minuto e a relação da pressão arterial de O2 com a fração inspirada de O2 (PaO2/FiO2) não mostraram diferença estatística. Houve uma diminuição da freqüência respiratória (FR) na VLPVA (p=0,004) e um aumento do volume corrente (VC) (p=0,045) comparativamente aos outros dois modos de ventilação. A PVC foi a única variável cardiocirculatória que apresentou alteração mostrando ser maior (p=0,019) na VLPVA. CONCLUSÕES: Devido à metodologia empregada, houve um aumento significativo da PMVA na VLPVA, com conseqüente aumento do VC e manutenção das outras variáveis respiratórias e cardiocirculatórias quando comparados os três modos de VPM, indicando ser a VLPVA um método seguro e de fácil aplicação. Resumo em inglês OBJECTIVE: Comparison of three modes of MV: intermittent mandatory ventilation with positive end expiratory pressure (IMV+PEEP), APRV and continuous positive airway pressure (CPAP) in children during cardiac surgery post operative with pulmonary hypertension and mild or moderate pulmonary lesion. METHODS: Ten patients were studied with respiratory monitoring (Bear Neonatal Volume Monitor-1Ò) in MV with a continuos flow, time cycled and pressure (mais) limited ventilator. The cardiocirculatory variables analyzed were central venous pressure (CVP), oxygen extraction ratio, cardiac rate, systolic arterial pressure, and arterial- mixed venous CO2 difference. Friedman's test (non-parametric) was used to compare the variables in three modalities of ventilation and the Wilcoxon test was used for the variables obtained in two of the modalities. RESULTS: The mean airway pressure (MAP) showed a significant increasing during APRV compared to IMV+PEEP (p=0,012). The positive inspiratory pressure (PIP), the minute volume and the ratio of oxygen arterial pressure to oxygen inspired fraction (PaO2/FiO2) didn't show statistical difference. During APRV there was a significant decrease in respiratory rate (p= 0,004) and an increase in tidal volume (p=0,045) when compared to CPAP and IMV+PEEP. In the cardiocirculatory system only CVP showed a significant increased (p=0,019) during APRV. CONCLUSION: Due to the methodology utilized MAP was higher with APRV resulting in an increased tidal volume without respiratory or cardiocirculatory adverse effects when the three modes were compared. Our results suggest that APRV is a simple and safe method of ventilation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Influência do comonômero e do método de polimerização na cinética de liberação de fenobarbitona a partir de hidrogéis/ Influence of comonomer and polymerization method on the kinetics of phenobarbitone released from hydrogels

Barcellos, Ivonete O.; Katime, Issa A.; Soldi, Valdir; Pires, Alfredo T. Nunes
2000-06-01

Resumo em português A liberação de drogas solúveis em água a partir de matrizes de hidrogéis hidratados, geralmente envolve simultaneamente a absorção de água e a liberação da droga via mecanismo de difusão controlada. Foi analisado o comportamento difusional da fenobarbitona no hidrogel do copolímero 2-hidroxietil metacrilato (HEMA) e monoitaconato de metila (MMI). A liberação da droga no meio aquoso foi acompanhada por cromatografia líquida de alta pressão e os resultados m (mais) ostraram que a liberação da fenobarbitona a partir dos hidrogéis estudados, considerando-se os valores dos coeficientes de difusão, não variou com a temperatura e com o método de polimerização. Os valores de energia de ativação sugerem um favorecimento na liberação da fenobarbitona a partir dos hidrogéis de p(HEMA-co-MMI) polimerizados em massa e em solução. Resumo em inglês The release of water-soluble drugs from initially hydrated hydrogels matrices generally involves the simultaneous water absorption and drug desorption through a swelling-controlled diffusion mechanism. The diffusional behaviour of phenobarbitone from a hydrogel formed by a 2-hydroxyethylmethacrylate (HEMA) and methyl monoitaconate (MMI) copolymer was reported. The drug release into water was performed by high pressure liquid cromatography and the results showed that the p (mais) henobarbitone release from the hydrogels studies, considering the diffusion coefficient values did not change with the temperature and the polymerization method. The activation energy values suggested a more favorable phenobarbitone release from the hydrogels p(HEMA-co-MMI) polymerized in mass and bulk solution.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Formação dos aluminetos de níquel a partir de pós metálicos

Santos, R.
2010-06-01

Resumo em português O carácter exotérmico da reacção de formação de aluminetos de níquel a partir dos constituintes elementares, e a elevada velocidade de libertação de energia que lhe está associada, apresenta um elevado potencial para ser utilizado em vários processos industriais. Neste trabalho foi estudada a reacção de formação do NiAl a partir de pós de Ni e Al, com vista à sua utilização como material de adição na ligação por difusão no estado sólido entre comp (mais) onentes de aluminetos de titânio e níquel. O calor gerado pela reacção será libertado directamente na zona da ligação promovendo a difusão, possibilitando a união a temperaturas inferiores às habitualmente utilizadas. Nesta investigação foram preparados compactos em verde de uma mistura de pós de níquel e alumínio na proporção equimolar e realizaram-se ensaios de calorimetria diferencial de varrimento nesses compactos bem como em pós não compactados. Os produtos resultantes foram caracterizados por microscopia electrónica de varrimento e analisados quimicamente por espectroscopia de dispersão de energia de raio-X. Paralelamente foram feitas análises por difracção de raio-X, apenas sobre os pós não compactados. Os ensaios de calorimetria diferencial de varrimento confirmaram o carácter exotérmico da reacção entre o níquel e o alumínio, não sendo a quantidade de calor libertado uma função explícita da taxa de aquecimento. A intensidade dessa libertação é condicionada pela taxa de aquecimento, aumentando para aquecimentos mais rápidos; este efeito é reforçado pela pressão de compactação dos pós, sendo maior para pressões maiores. Antes da reacção, os pós não compactados permanecem no seu estado metálico mas apresentam zonamento de composição após a reacção, na qual são formados vários intermetálicos, Ni3Al, NiAl e Ni2Al3. Os pós compactados também apresentam um zonamento idêntico, composto pelas mesmas fases. Uma excepção verificou-se para os pós compactados a 637MPa; quando aquecidos a 30ºC/min. até 750ºC apresentam uma composição homogénea de NiAl. Resumo em inglês The exothermic behavior of nickel aluminides formation from its elemental constituents and its high energy release rate represents a big potential for use in many industrial processes. In this work it was studied the formation reaction of NiAl from Ni and Al powders, looking for its use as bonding material for solid state diffusion joining of nickel and titanium aluminides. The reaction’s generated heat is released directly at the bonding zone, promoting the diffusion an (mais) d making possible the joining at lower temperatures than usual. In this investigation green compacts from a nickel and aluminium were prepared in an equimolar blend; the reactions occurring in the blends were studied by differential scanning calorimetric tests on both, compacted performed calorimetric tests on both, compacted and non compacted powders. Reaction products characterized by scanning electron microscopy and chemically analyzed by energy dispersive X-rar spectroscopy. Non compacted powders ere also characterizes by X-ray diffraction. Differential scanning calorimetric experiments confirmed the exothermic behavior of the reaction between nickel and aluminium, showing that heat release is not an explicit function of heating rate. That release’s intensity is conditioned by the heating rate, being higher for faster heating rates; this effect is enhanced by powders compaction pressure, being higher for higher pressures. Before the reaction, non compacted powders remain metallic but, after the reaction several intermetallics are formed, Ni3Al, NiAl e Ni2Al3, resulting in a composition gradient across the particles. Compacted powders also present similar composition gradient. An exception was noticed for powders compacted at 637MPa; when heated at 30ºC/min. up to 750ºC they show a homogeneous composition of NiAl.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Fecundidade, dispersão e predação de sementes de Archontophoenix cunninghamiana H. Wendl. & Drude, uma palmeira invasora da Mata Atlântica/ Fecundity, dispersal and predation of seeds of Archontophoenix cunninghamiana H. Wendl. & Drude, an invasive palm in the Atlantic forest

Christianini, Alexander V.
2006-12-01

Resumo em português Conhecer a biologia de espécies invasoras pode auxiliar na escolha de estratégias de manejo visando seu controle. Este estudo enfoca a fenologia, produção e dispersão de sementes de Archontophoenix cunninghamiana, uma palmeira nativa da Austrália que está invadindo fragmentos de Mata Atlântica. O estudo foi desenvolvido num fragmento florestal de 10 ha (Mata da Cuaso 23º34' S, 46º43' W). Archontophoenix produziu frutos ao longo do ano, apresentando frutos maduro (mais) s principalmente de outubro a fevereiro. As árvores atingem a maturidade com 18,5 cm DAP, cada uma produzindo 4.119 ± 1.922 sementes ano-1. Aves dispersam as sementes de Archontophoenix e 15% das sementes sobrevivem a predação pós-dispersão até o tempo requerido para germinação. O padrão espacial de predação pós-dispersão e a ausência de predadores de sementes pré-dispersão sugerem a ausência de predadores de sementes de Archontophoenix especializados, conforme predito pela hipótese de liberação de inimigos naturais. Dados deste e de outros estudos indicam um aumento expressivo na produção de sementes de A. cunninghamiana no fragmento em poucos anos. Archontophoenix pode estar se beneficiando da ausência de Euterpe edulis Mart., uma palmeira nativa que possui biologia similar e que foi extinta localmente devido à ação humana. Recomendações para controlar a invasão incluem a remoção contínua de todos Archontophoenix maiores que 15 cm DAP no fragmento e o estabelecimento de uma zona tampão ao redor do fragmento livre de Archontophoenix para dificultar a chegada de propágulos. Resumo em inglês Understanding the basic biology of invasive species can help us to choose the best management strategies to deal with the invasion. I report the phenology, seed production and dispersal of Archontophoenix cunninghamiana, an Australian palm that is invading Atlantic forest fragments. Field work was done in a 10 ha forest fragment (Mata da Cuaso 23º34' S, 46º43' W). Archontophoenix produced bunches of fruits all year round, with a peak of mature fruits from October to Feb (mais) ruary. Trees reach maturity around 18.5 cm DBH, each producing 4,119 ± 1,922 seeds year-1. Birds disperse the seeds, and nearly 15% of them escape post-dispersal seed predation during the time interval needed for germination. The spatial pattern of post-dispersal predation and the absence of pre-dispersal seed predation suggest a lack of specialized seed predators of Archontophoenix, as predicted by the enemy release hypothesis. Data obtained from this and other studies pointed out to a massive increase in seed production of A. cunninghamiana in a few years within the fragment. I suggest that this invasive palm can be taking advantage of the absence of Euterpe edulis Mart., a native palm which has similar biology, and was locally extinct due to human disturbances. Recommendations to control the invasion include the continuous removal of all Archontophoenix larger than 15 cm DBH, and the establishment of a buffer zone free of Archontophoenix around the fragment to decrease propagule pressure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Efeitos hemodinâmicos da oclusão da aorta durante anestesia inalatória com isoflurano e sevoflurano: estudo experimental em cães/ Hemodynamic effects of aortic occlusion during inhalational anesthesia with isoflurane and sevoflurane: experimental study in dogs/ Efectos hemodinámicos de la oclusión de la aorta durante anestesia por inhalación con isoflurano y sevoflurano: estudio experimental en perros

Udelsmann, Artur; Munhoz, Derli Conceição; Cintra, Álvaro Edmundo Simões Ulhoa; Santos, José Eduardo Tanus dos
2006-06-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A supressão do fluxo aórtico e sua posterior liberação em intervenções cirúrgicas da aorta ocasionam importantes distúrbios hemodinâmicos. O objetivo deste estudo foi avaliar essas alterações em cães anestesiados com isoflurano ou sevoflurano. MÉTODO: Foram estudados 41 cães, divididos em dois grupos segundo o anestésico empregado na manutenção com 1 CAM: GI (n = 21) isoflurano; GS (n = 20) sevoflurano. Foi realizada a oclusão (mais) aórtica por insuflação de balão intra-arterial infradiafragmático por 30 minutos. Os parâmetros hemodinâmicos foram observados nos momentos M1 (controle), M2 e M3, 15 e 30 minutos após a oclusão aórtica, M4 e M5, 15 e 30 minutos após a desinsuflação do balão. RESULTADOS: Durante a oclusão da aorta, observou-se aumento da pressão arterial média (PAM), da pressão venosa central (PVC), da pressão de artéria pulmonar (PAP), da pressão de capilar pulmonar (PCP) e da resistência vascular sistêmica (RVS) sem aumento da resistência vascular pulmonar (RVP) e do débito cardíaco (DC). O DC manteve-se mais estável com o isoflurano comparado com o sevoflurano, com o qual apresentou diminuição após a oclusão. A freqüência cardíaca teve diminuição inicial seguida de aumento durante a oclusão sendo em GS mais expressiva do que em GI, porém sem diferença significativa entre os grupos. O volume sistólico não teve grandes alterações; o trabalho sistólico dos ventrículos esquerdo e direito aumentou após a oclusão de forma semelhante nos dois grupos. Com a liberação do fluxo PAM, PVC, PAP, PCP e RVS diminuíram, a RVP aumentou nos dois grupos; o trabalho ventricular diminuiu abruptamente. CONCLUSÕES: O estudo demonstrou ser o isoflurano mais bem indicado nessas intervenções cirúrgicas por causar menores alterações hemodinâmicas. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La supresión del flujo aórtico y su posterior liberación en intervenciones quirúrgicas de la aorta, ocasionan importantes disturbios hemodinámicos. El objetivo de este estudio fue el de evaluar esas alteraciones en perros anestesiados con isoflurano o sevoflurano. MÉTODO: Se estudiaron 41 perros, divididos en dos grupos según el anestésico empleado en el mantenimiento con 1 CAM: GI (n = 21) isoflurano; GS (n = 20) sevoflurano. Se realiz� (mais) � la oclusión aórtica por insuflación de globo intraarterial infradiafragmático por 30 minutos. Los parámetros hemodinámicos fueron observados en los momentos M1 (control), M2 y M3, 15 y 30 minutos después de la oclusión aórtica, M4 y M5, 15 y 30 minutos después de la desinsuflación del globo. RESULTADOS: Durante la oclusión de la aorta, se observó el aumento de la presión arterial promedio (PAM), de la presión venosa central (PVC), de la presión de arteria pulmonar (PAP), de la presión de capilar pulmonar (PCP) y de la resistencia vascular sistémica (RVS) sin aumento de la resistencia vascular pulmonar (RVP) y del débito cardíaco (DC). El DC se mantuvo más estable con el isoflurano comparado al sevoflurano, con el cual presentó disminución después de la oclusión. La frecuencia cardiaca tuvo disminución inicial que después aumentó durante la oclusión, siendo en GS más expresiva que en GI, sin embargo, sin diferencia significativa entre los grupos. El volumen sistólico no tuvo grandes alteraciones; el trabajo sistólico de los ventrículos izquierdo y derecho aumentó después de la oclusión de forma similar en los dos grupos. Con la liberación del flujo PAM, PVC, PAP, PCP y RVS bajaron, la RVP aumentó en los dos grupos; el trabajo ventricular disminuye abruptamente. CONCLUSIONES: El estudio demostró que el isoflurano es el más indicado en esas intervenciones quirúrgicas por causar menores alteraciones hemodinámicas. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Aortic flow suppression and release during aortic procedures promote major hemodynamic disorders. This study aimed at evaluating these disorders in dogs anesthetized with isoflurane or sevoflurane. METHODS: This study involved 41 dogs divided in two groups according to the anesthetic agent used for maintenance with 1 MAC: GI (n = 21) isoflurane; GS (n = 20) sevoflurane. Aorta was occluded by intra-arterial infra-diafragmatic cuff inflation for 3 (mais) 0 minutes. Hemodynamic parameters were observed in moments M1 (control), M2 and M3, 15 and 30 minutes after aortic occlusion, M4 and M5, 15 and 30 minutes after cuff deflation. RESULTS: During aortic occlusion there has been increased mean blood pressure (MBP), central venous pressure (CVP), pulmonary artery pressure (PAP), pulmonary capillary wedge pressure (PCWP) and systemic vascular resistance (SVR), without increase in pulmonary vascular resistance (PVR) and cardiac output (CO). CO was more stable with isoflurane as compared to sevoflurane where it has decreased after occlusion. Heart rate has initially decreased followed by increase during occlusion, being more expressive in GS as compared to GI, however without statistically significant difference between groups. Systolic volume was not importantly changed; left and right ventricular function have similarly increased after occlusion for both groups. With flow release, MBP, CVP, PAP, PCWP and SVR have decreased, and PVR has increased for both groups; ventricular function has abruptly decreased. CONCLUSIONS: This study has shown that isoflurane is a better indication for such interventions for promoting less hemodynamic changes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Cardioplegia cristalóide, barotrauma e função endotelial: considerações experimentais/ Crystalloid cardioplegia, barotrauma and endothelium function: experimental considerations

Évora, Paulo Roberto B; Pearson, Paul J; Oeltjen, Marilyn; Discigil, Berent; Schaff, Hartzell V
1996-06-01

Resumo em português O presente ensaio experimental estudou o efeito da infusão de solução cardioplégica cristalóide a altas pressões sobre a função endotelial de artérias epicárdicas de cães. Não se encontraram alterações a nível de receptores (curvas dose-respostas à ACH e ADP; da transdução do sinal iniciado nos receptores/sitema de G-proteínas (fluoreto de sódio) e nos processos intracelulares da produção de EDRF/ NO (fosfolipase C e ionóforo do cálcio A23187). A f (mais) unção da musculatura lisa vascular não foi afetada quando se analisaram as respostas relaxantes (nitroprussiato de sódio e isoproterenol) e contrateis (KCI e prostaglandina 2alfa). Estes achados permitem as seguintes considerrações especulativas: a) O barotrauma produzido pela infusão da cardioplegia cristalóide a altas pressões ocorreria apenas em circulações coronarianas previamente doentes? b) Uma vez que as infusões duraram de 2 a 3 minutos, seria o barotrauma coronariano um fenômeno dependente do tempo de infusão? c) Para que ocorra o barotrauma seriam necessários níveis mais elevados de potássio? d) Questionar a existência do fenômeno do barotrauma coronariano produzido pela infusão de soluções cadioplégicas pelo menos nas condições experimentais utilizadas, e) A metodologia empregada estuda apenas as reatividades vasculares de artérias coronárias epicárdicas. Estas artérias seriam menos sensíveis aos efeitos da pressão de infusão da cardioplegia do que a microcirculação coronariana? f) Seria a circulação coronária do cão menos sensível a altas pressões do que do homem? Estas observações experimentais sugerem que a infusão de cardioplegia cristalóide, moderadamente hipocalêmica, a altas pressõe em um tempo de 2 a 3 minutos, não interfere com a produção de EDRF/NO pelo endotélio de coronárias epicárdicas do cão. Resumo em inglês Experiments were performed in "organ chambers" to investigate if high pressures infusions of crystalloid cardioplegia effect the endothelium function of epicardic canine coronary arteries. These experiments did not show any alterations at level of receptors (dose-response curves to ACH and ADP); signal transduction/G-proteins (dose-response curve to sodium fluoride); intracellular mechanisms of the EDRF/NO release (dose-response curves to phospholipase C and calcium ionop (mais) hores A23187). The smooth muscular relaxant function (dose-response curves to sodium nitroprusside and isoproterenol) and contarctions (doseresponse curves to KCI and PGF2alpha) were also preserved. These experimental observations allow the following speculative considerations: a) Should barotrauma be a phenomenon present only in damaged coronary circulation? b) All infusion were performed in no more than two or three minutes. Is cardioplegia barotrauma a phenomenon time-dependente? c) High levels of potassium could be associated with barotrauma, d) Cardioplegia barotrauma is a fancy, at least in our experimental conditions? e) Experiments in "organ chambers" study only epicardic arteries. Could barotrauma damage the microcirculation? f) The canine coronary circulation is less affeccted by high pressure than human coronaries? These data are suggestive that crystalloid moderately hyperkalemic infusions at high pressures for two or three minutes, do not impair the endothelium release of EDRF/NO of canine epicardic coronary arteries.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Avaliação hemodinâmica intra-operatória na cirurgia de revascularização miocárdica sem auxílio da circulação extracorpórea/ Intraoperative hemodynamic evaluation of myocardial revascularization without extracorporeal circulation

LIMA, Ricardo Carvalho; ESCOBAR, Mozart Augusto Soares de; DELLA SANTA, Renato Fábio; DINIZ, Roberto; D'ACONDA, Giusseppe; BERGSLAND, Jacob; SALERNO, Tomas
2000-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar o comportamento hemodinâmico do coração na revascularização do miocárdio sem a utilização da circulação extracorpórea, através da cateterização da artéria pulmonar com cateter de San-Ganz. MATERIAL E MÉTODOS: No período de agosto de 1991 a junho de 1999, foram operados 616 pacientes portadores de angina do peito, que foram submetidos a revascularização do miocárdio sem a utilização da circulação extracorpórea. Em 18 pacientes fo (mais) ram estudados os parâmetros hemodinâmicos intra-operatórios. RESULTADOS: A freqüência cardíaca manteve-se elevada durante todos os momentos de posicionamento do coração (p=0,0007). O débito cardíaco ao longo do procedimento apresentou variação mínima nos diversos momentos de posicionamento do coração e exposição das artérias coronárias. Entretanto, com o coração na posição normal final, observou-se um aumento importante do débito cardíaco (p=0,010). A pressão arterial média apresentou-se diminuída em todos os momentos do procedimento de exposição das artérias coronárias (p=0,022). A pressão arterial pulmonar apresentou-se diminuída durante todos os momentos de mobilização (NS). A pressão capilar pulmonar oscilou bastante durante a exposição das coronárias (NS). A pressão venosa central comportou-se de maneira mais variada durante a exposição das artérias (NS). A resistência vascular sistêmica apresentou-se diminuída durante todo o procedimento (p=0,0001). A resistência vascular pulmonar apresentou-se diminuída em todos os momentos do procedimento (p=0,002). O "stroke volume" apresentou-se inalterado durante a anastomose da interventricular anterior e só se observaram diferenças estatísticas na coronária direita (p=0,002) e artéria circunflexa (p=0,0006) e seus ramos. O índice cardíaco apresentou-se diminuído durante o procedimento (p=0,0011). CONCLUSÕES: A) A técnica presente permite a mobilização máxima do coração sem indução de instabilidade hemodinâmica. B) A melhora de alguns parâmetros de hemodinâmica ao final do procedimento pode ser justificada: 1) devido à resposta à revascularização miocárdica; 2) decorrente da liberação de catecolaminas após a manipulação do coração nas diversas posições; 3) decorrente da liberação de mediadores vasoativos depois da tração prolongada do pericárdio. Resumo em inglês BACKGROUND: To analyze the hemodynamic behavior of the heart in revascularization of the myocardium without use of extracorporeal circulation. MATERIAL AND METHODS: From August 1991 to June 1999, 616 patients suffering from angina of the chest underwent revascularization of the myocardium without use of extracorporeal circulation. In 18 patients the intraoperative hemodynamic parameters were studied. RESULTS: Heart rate remained high at all times during positioning of the (mais) heart (p=0.0007). Cardiac output throughout the procedure presented a very slight variation at different moments of positioning of the heart and exposure of the coronary arteries. However, once the heart was in its final normal position a major increase in output was noted (p=0.010). Mean blood pressure was found to be decreased throughout the procedure for exposing the coronary arteries (p=0.022). Arterial pulmonary pressure proved to be reduced at all times during mobilization, but without statistical significance. Pulmonary capillary pressure showed considerable, but statistically insignificant variation during exposure of the arteries. Central venous pressure behaved in a more varied fashion during exposure of the arteries, but again without statistical significance. Systemic vascular resistance proved to be diminished throughout the procedure (p=0.0001). Pulmonary vascular resistance remained reduced at all times during the procedure (p=0.002). Stroke volume was unchanged during anastomosis of the anterior interventricular artery and statistically significant differences were observed only in the right coronary (p=0.002) and right circumflex (p=0.0006) artery and its branches. The cardiac index was shown to be diminished throughout the procedure (p=0.0011). CONCLUSIONS: A) The present technique allows for maximum mobilization of the heart without inducing hemodynamic instability. B) The improvement of a number of hemodynamic parameters at the end of the procedure may be accounted for by: (1) the response to the myocardial revascularization; (2) the release of catecholamines following manipulation of the heart in the different positions and (3) the release of vasoactive mediators following prolonged traction of the pericardium.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Avaliação hemodinâmica e metabólica da infusão contínua de dexmedetomidina e de remifentanil em colecistectomia videolaparoscópica: estudo comparativo/ Hemodynamic and metabolic evaluation of dexmedetomidine and remifentanil continuous infusion in videolaparoscopic cholecystectomy: comparative study/ Evaluación hemodinámica y metabólica de la infusión continua de dexmedetomidina y de remifentanil en colecistectomia videolaparoscópica: estudio comparativo

Chaves, Thatiany Pereira; Gomes, Josenília Maria Alves; Pereira, Francisco Elano Carvalho; Cavalcante, Sara Lúcia; Leitão, Ilse M. Tigre de Arruda; Monte, Hipólito Sousa; Escalante, Rodrigo Dornfeld
2003-08-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dexmedetomidina tem sido utilizada para sedação e como coadjuvante em anestesia geral. O objetivo deste estudo foi avaliar a resposta cardiovascular e simpático-adrenal à intubação traqueal e à insuflação do pneumoperitônio, comparando-a ao remifentanil durante anestesia com sevoflurano para colecistectomia videolaparoscópica. MÉTODO: Foram incluídos no estudo 42 pacientes, estado físico ASA I ou II, com idades entre 25 e 55 anos (mais) , distribuídos aleatoriamente em dois grupos: GI e GII. A indução da anestesia foi realizada com infusão contínua de 1 µg.kg-1 de dexmedetomidina (GI) ou remifentanil (GII), durante 10 minutos, seguido de propofol e cisatracúrio. A manutenção da anestesia foi realizada com a infusão contínua de 0,7 µg.kg-1.h-1 de dexmedetomidina ou 0,5 µg.kg-1.h-1 de remifentanil e concentrações variadas de sevoflurano. Foram anotadas a PAS, PAD e FC nos momentos: M1 - antes do início da infusão inicial da droga; M2 - após término da infusão inicial da droga; M3 - após a intubação orotraqueal; M4 - antes do início do pneumoperitônio; M5 - após o pneumoperitônio; M6 - cinco minutos após desinsuflado o pneumoperitônio, M7 - após extubação traqueal. Em M4, M5 e M6 foram dosadas adrenalina e noradrenalina. A concentração expirada (CE) do sevoflurano, a relação CE/CAM, consumo de sevoflurano foram registrados em M4, M5 e M6. RESULTADOS: Variações na PAS e PAD foram maiores no grupo da dexmedetomidina em M4 a M5. A FC e os níveis de adrenalina e noradrenalina não apresentaram diferença entre os grupos. A CE do sevoflurano foi maior em M4 e M6 no GI, assim como a CE/CAM. No GI, o consumo de sevoflurano foi maior e observou-se uma tendência para menor consumo de analgésicos e antieméticos. CONCLUSÕES: Nas condições deste estudo, a dexmedetomidina inibiu a liberação de catecolaminas durante a intubação orotraqueal e o pneumoperitônio, porém, não impediu o aumento da pressão arterial em resposta à insuflação peritoneal. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La dexmedetomidina ha sido utilizada para sedación y como coadjuvante en anestesia general. El objetivo de este estudio fue evaluar la respuesta cardiovascular y simpático-adrenal a la intubación traqueal y la insuflación del pneumoperitoneo, comparándola al remifentanil durante anestesia con sevoflurano para colecistectomia videolaparoscópica. MÉTODO: Fueron incluidos en el estudio 42 pacientes, estado físico ASA I ó II, con edades ent (mais) re 25 y 55 años, distribuidos aleatoriamente en dos grupos: GI y GII. La inducción de la anestesia fue realizada con infusión continua de 1 µg.kg-1 de dexmedetomidina (GI) o remifentanil (GII), durante 10 minutos, seguido de propofol y cisatracúrio. La manutención de la anestesia fue realizada con la infusión continua de 0,7 µg.kg-1.h-1 de dexmedetomidina o 0,5 µg.kg-1.h-1 de remifentanil y concentraciones variadas de sevoflurano. Fueron anotadas la PAS, PAD y FC en los momentos: M1 - antes del inicio de la infusión inicial de la droga; M2 - después del término de la infusión inicial de la droga; M3 - después de la intubación orotraqueal; M4 - antes del inicio del pneumoperitoneo; M5 - después del pneumoperitoneo; M6 - cinco minutos después desinsuflado el pneumoperitoneo, M7 - después extubación traqueal. En M4, M5 y M6 fueron dosadas adrenalina y noradrenalina. La concentración expirada (CE) del sevoflurano, la relación CE/CAM, consumen de sevoflurano fueron registrados en M4, M5 y M6. RESULTADOS: Variaciones en la PAS y PAD fueron mayores en el grupo de la dexmedetomidina en M4 y M5. A FC y los niveles de adrenalina y noradrenalina no presentaron diferencia entre los grupos. La CE del sevoflurano fue mayor en M4 y M6 en el GI, así como la CE/CAM. En el GI, el consumen de sevoflurano fue mayor y se observó una tendencia para menor consumen de analgésicos y antieméticos. CONCLUSIONES: En las condiciones de este estudio, la dexmedetomidina inhibió la liberación de catecolaminas durante la intubación orotraqueal y el pneumoperitoneo, sin embargo, no impidió el aumento de la presión arterial en respuesta a la insuflación peritoneal. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Dexmedetomidine has been used for sedation and as coadjuvant drug in general anesthesia. This study aimed at evaluating cardiovascular and sympathetic-adrenal responses to tracheal intubation and pneumoperitoneum inflation with dexmedetomidine, as compared to remifentanil during anesthesia with sevoflurane for videolaparoscopic cholecystectomy. METHODS: Forty two physical status ASA I or II patients, aged 25 to 55 years, were randomly distribute (mais) d in two groups: GI and GII. Anesthesia was induced with 1 µg.kg-1 dexmedetomidine (GI) or remifentanil (GII) continuous infusion for 10 minutes, followed by propofol and cisatracurium. Anesthesia was maintained with 0.7 µg.kg-1.h-1 dexmedetomidine or 0.5 µg.kg-1.h-1 remifentanil continuous infusion and different sevoflurane concentrations. SBP, DBP and HR were recorded in the following moments: M1 - before initial drug infusion; M2 - after end of initial drug infusion; M3 - after tracheal intubation; M4 - before pneumoperitoneum; M5 - after pneumoperitoneum; M6 - five minutes after pneumoperitoneum deflation; M7 - after tracheal extubation. Epinephrine and norepinephrine were dosed in M4, M5 and M6. Sevoflurane expired concentration (EC), EC/MAC ratio and sevoflurane consumption were recorded in M4, M5 and M6. RESULTS: SBP and DBP variations were higher in the dexmedetomidine group in M4 and M5. HR, epinephrine and norepinephrine levels were similar between groups. Sevoflurane EC was higher in M4 and M6 for GI, as well as EC/MAC ratio. There has been a higher sevoflurane consumption in GI, with a trend to less analgesics and anti-emetics consumption. CONCLUSIONS: In the conditions of our study, dexmedetomidine has inhibited catecholamine release during tracheal intubation and pneumoperitoneum, however, has not prevented blood pressure increase in response to peritoneal inflation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Ativação de citocina (fator de necrose tumoral - α) e resposta clínica induzida pela circulação extracorpórea/ Cytokine activation (tumor necrosis factor - α) and clinical response induced by cardiopulmonary bypass

Brasil, Luiz Antônio; Gomes, Walter José; Salomão, Reinaldo; Buffolo, Ênio
1996-09-01

Resumo em português A síndrome de resposta inflamatória sistêmica induzida pela circulação extracorpórea (CEC) é responsável pela disfunção de órgãos observada em alguns pacientes. O fator de necrose tumoral alfa (TNFα) tem sido implicado em várias manifestações clínicas no pós-operatório de cirurgia cardíacas com utilização de CEC, principalmente na síndrome vasoplégica. O objetivo deste estudo foi verificar a liberação e os possíveis efeitos do TNFα em p (mais) acientes com aterosclerose coronária, submetidos a revascularização do miocárdio, com ou sem CEC. Foram estudados 20 pacientes, sendo 10 com uso de CEC (Grupo I) e 10 sem CEC (Grupo II). Amostras sangüíneas seriadas foram colhidas durante a intervenção e até 48 horas após, sendo analisados a presença de TNFα circulante (método imunoenzimático ELISA), contagem de leocócitos e velocidade de hemosedimentação (VHS). Também foram comparados na evolução pós-operatória dos pacientes os parâmetros hemodinâmicos (pressão arterial e freqüência cardíaca), temperatura, tempo de intubação orotraqueal, sangramento pós-operatório e necessidade de drogas vasoativas. Na análise estatística foram considerados significativos valores de p Resumo em inglês Systemic inflammatory response syndrome induced by cardiopulmonary bypass (CPB) is responsible for organ dysfunctions observed in some patients. The tumor necrosis factor-alpha (TNF-α) has been implicated in many clinical manifestations following cardiac operations with CPB, mainly in the vasoplegic syndrome. The purpose of this study was to verify the TNF-α release and its possible effects in patients with coronary atherosclerosis undergoing coronary artery sur (mais) gery with and without CPB. Twenty patients were studied, 10 with CPB(Group I) and 10 without CPB(Group II). Serial blood samples were obtained during and until 48 hours after surgery in order to measure circulating TNF-α presence (using enzyme-linked immunosorbent assay-ELISA), leukocyte count and erythrocytes sedimentation rate. Hemodynamic parameters as blood pressure and cardiac rate, body temperature, orotracheal tubing time, postoperative bleeding and inotropic drugs requirements were also compared. Statistical significance was assumed when the p value was less than 0.05. Serum levels of TNF-α (limit detection of the assay = 10 pg/mL) were detected in 6 patients from Group I (60%). This cytokine was detected in Group II. The TNF-α peaked soon after the CPB starting and remained detectable 48 hours postoperatively. The patients of Group I had hypotension in relation to Group II (7.4 ± 1.0 vs 8.5 ± 0.67). They also required more inotropic drugs (8 vs 1), had a higher cardiac rate (114.2 ± 8.0 vs 98 ± 10 bpm), hyperthermia (37.17 ± 0.54 vs 36.67 ± 0.35ºC), more postoperative bleeding (820 ± 120 mL vs 360 ± 84 mL), a longer orotracheal tubing time (13.6 ± 2.2 vs 9.3 ± 1.4 horas) and a more pronounced leucocytosis. We concluded that CPB induces the TNF α release and leads hemodynamic and organic alterations that can be deleterious to patients. It may play a role on the pathophysiology of the alterations observed in this study and the inhibition of the TNFα could contribute to minimize these effects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Adsorção de fósforo em sedimentos e sua relação com a ação antrópica/ Phosphorus fractions and adsorption in sediments in relation to anthropogenic activity

Pellegrini, João Batista Rossetto; Santos, Danilo Rheinheimer do; Gonçalves, Celso Silva; Copetti, André Carlos Cruz; Bortoluzzi, Edson Campanhola
2008-12-01

Resumo em português A avaliação do teor de P total e solúvel nas águas superficiais é insuficiente para o diagnóstico do seu potencial poluidor. O objetivo deste trabalho foi avaliar as frações de P e as propriedades relacionadas com a liberação de P de sedimentos erodidos de unidades paisagísticas com diferentes graus de ação antrópica. As amostragens de água+sedimentos foram realizadas em duas unidades paisagísticas de uma sub-bacia da pequena bacia hidrográfica do Arroio (mais) Lino, Agudo, RS, Brasil. Avaliaram-se pH, concentração de sedimentos, C orgânico total, granulometria, Fe extraído por DCB (Fe d) e oxalato (Fe ox), P solúvel (Ps), P total (Pt), P particulado biodisponível (Ppb), P particulado potencialmente biodisponível (Pppb) e teor de fosfato dessorvido com água destilada (Q0). Foram estimadas a capacidade máxima de adsorção de fosfato (Pmax), a concentração de equilíbrio de fosfato (CEP) e a constante relacionada com a energia de ligação de fosfato (k). Sedimentos erodidos de áreas mais antropizadas, comparativamente às áreas menos antropizadas, apresentaram: maior concentração de Pt, Pppb e menor quantidade de Ppb; maior Pmax e valor de k dessorveram menores quantidades de P em água destilada e mantiveram menor CEP, indicando maior potencial poluidor, especialmente em ambientes semelhantes. Resumo em inglês The evaluation of the amount of total and soluble P in surface waters is insufficient to diagnose their pollution potential. This study aimed to evaluate the P fractions and soil properties related to P release from eroded sediments of landscape units with different pressure levels of anthropogenic activity. Water + sediments were sampled in two landscape units of a sub-watershed of the small watershed Arroio Lino, in Agudo, RS, Brazil. The following properties were evalu (mais) ated: pH, sediment concentration, total organic C, sand, silt and clay fractions, iron extracted by DCB (Fe d) and by oxalate (Fe ox), soluble P (Ps), total P (Pt), bioavailable particulate P (Ppb), potentially bioavailable particulate P (Pppb) and amount of phosphate desorbed with distilled water (Q0). It was possible to estimate the maximum capacity of phosphate adsorption (Pmax), the equilibrium concentration of phosphate (CEP) and the constant (k) related with the phosphate bond energy in the sediment. In comparison with areas with less anthropogenic activity, the sediments eroded from areas with high anthropogenic activity contained: (a) higher Pt and Pppb concentration and lower Ppb quantity; (b) higher Pmax and k values and (c) lower Q0 and CEP quantities. These results indicate the higher pollution potential of eroded sediments from areas with high anthropogenic activity, especially in stagnant water.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

A cardioplegia oxigenada na proteção miocárdica durante a cirurgia cardíaca: estudo clínico e enzimático/ Oxygenated cardioplegia in myocardial protection during cardiac surgery: a clinical and enzymatic study

Costa, Potiguara S. da; Pereira, Sérgio Nunes; Moraes, Luiz B; Marques, Renato S; Alvarez, Manoel A. P; Daudt, Carlos A. S; Deboni, Luciane M; Raskoski, Cleonir; Silva, Mauro F
1988-12-01

Resumo em português A cardioplegia tem sido reconhecida como um fator muito importante na proteção oo miocárdio. Sabe-se que, mesmo a 15ºC, o coração consome oxigênio. Testes in vitro demonstraram que a cardioplegia cristalóide libera mais oxigênio que a sangüínea. Neste estudo, foram analisadas as variações hemodinâmicas, eletrocardiográficas e enzimáticas em 26 pacientes divididos em 2 grupos, nos quais a cardiplegia cristalóide de Gomes foi empregada. Grupo I: 12 paciente (mais) s (solução não oxigenada); Grupo II: 14 pacientes (solução oxigenada). A avaliação dos pacientes incluiu a recuperação hemodinâmica após a parada cardíaca, o uso de drogas vasoativas, o ritmo e o aspecto do eletrocardiograma (ECG), a freqüência cardíaca (FC), a pressão arterial média (PAM), a pressão venosa central (PVC) e as enzimas TGO e CPK-MB. Estes parâmetros foram medidos nos seguintes tempos: antes, logo após a cirurgia e após 6, 12, 24, 48 e 72 horas de pós-operatório. Os resultados demonstraram que a recuperação hemodinâmica foi similar em ambos os grupos. O uso de drogas vasoativas foi maior no Grupo II. No ECG, observou-se mais bradicardia e fibrilação ventricular no Grupo II do que no Grupo I. A freqüência cardíaca, a pressão arterial média e a pressão venosa central não mostraram diferença significativa em ambos os grupos. As enzimas TGD e CPK-MB mostraram elevação mais acentuada no Grupo I do que no II e essa diferença foi significativa (P Resumo em inglês Cardioplegia has been recognized as a very important factor in myocardial protection. Today we know that even the arrested heart at 15ºC wastes oxygen. "In vitro" it was already shown that release of oxygen was higher in cristalloid than in blood solution. In this study we analized the hemodinamic, electrocardiographic and enzimatic variations in 26 patients, divided into two groups in whom cardioplegia with the Gomes solution was used. Group I: 12 patients (control grou (mais) p - non oxygenated solution). Grupo II: 14 patients (oxygenated solution). The evaluation of the patients included hemodynamic recovery after arrest, the use of vasoactive drugs, cardiac rhythm and aspect of the ECG, heart rate (HR), mean arterial pressure (MAP), central venous pressure (CVP) and enzymes SGOT and CPK-MB in the following times: pre and postoperatory period and after 6, 12, 24, 48 and 72 hours of postoperatory period. Hemodynamic recovery was similar in both groups, the use of vasoactive drugs was greater in Group II. In the ECG was seen more sinus bradycardia in Group II that also needed more electric defibrilation. Heart rate, mean arterial prossure and central venous pressure showed no significant difference between the two groups in the postoperative period. The enzymes SGOT and CPK were higher in Group I than in Group II. In conclusion, data suggested that both solutions had similar results in the hemodynamic recovery end vital parameters. An higher incidence of bradycardia was seen in Group II, probably related to the longer cardiac arrest, with more infusions of the cardioplegic solution. The variation of the enzimes suggested that oxygenated cardioplegia was more effective than the non-oxygenated solution to assure the preservation of the myocardium.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)